Sample records for coronaries
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 10 shown.



1

Complicações cardiovasculares em criança com insuficiência renal crônica/ Cardiovascular complications in a child with chronic renal failure

Herdy, Gesmar Volga Haddad; Lopes, Vânia Gloria Silami; Olivaes, Maria Cecília; Mota, Isabele Coelho; Vasconcelos, Marcio Moacyr
2007-02-01

Resumo em português Relatamos o caso de uma criança de 11 anos, com doença renal crônica e hiperparatireoidismo secundário. Havia sido tratada com diálise, calcitriol, carbonato de cálcio e, na evolução, apresentou dislipidemia e trombos calcificados em vários vasos e órgãos. O exame anatomopatológico revelou necrose cerebral isquêmica, calcificação nas artérias coronárias e infarto do miocárdio. Resumo em inglês We describe a case 11 year-old boy, in which a chronic renal disease and secondary hyperparathyroidism was treated by dyalisis, calcitriol, and calcium supplementation. He developed dyslipidemia, calcified lesions with thrombus formation in several organs and vessels. Necropsy findings showed ischemic cerebral necrosis, calcification in arteries including coronaries, and myocardial infarction.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Crise de feocromocitoma simulando um infarto agudo do miocárdio em paciente com artérias coronárias normais/ Pheochromocytoma-induced segmental myocardial dysfunction mimicking an acute myocardial infarction in a patient with normal coronary arteries

Darzé, Eduardo S.; Von Sohsten, Roberto L.
2004-02-01

Resumo em português Relatamos o caso de um paciente com alterações eletrocardiográficas e disfunção miocárdica segmentar induzidas por feocromocitoma, simulando infarto agudo do miocárdio. A angiografia coronariana foi normal e houve normalização completa do eletrocardiograma e ecocardiograma, após terapia com um bloqueador alfa-adrenérgico e ressecção do tumor. Espasmo coronariano foi o provável mecanismo envolvido na produção dessas alterações, ilustrando a importância d (mais) e manter um alto grau de suspeição clínica em pacientes com evento miocárdico inesperado em meio a uma crise hipertensiva. Resumo em inglês We report a case of pheochromocytoma-induced segmental myocardial dysfunction and electrocardiographic abnormalities mimicking an acute anterior myocardial infarction, probably due to coronary spasm. Coronary angiography showed normal coronaries, and the electrocardiographic and echocardiographic changes resolved completely after therapy with an alpha-adrenergic blocker and tumor removal. Our case illustrates the importance of maintaining a high index of suspicion in patients presenting with an unexpected myocardial event and a hypertensive crisis.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Revascularização cirúrgica do miocárdio em pacientes com stents coronários/ Coronary artery bypass grafts in patients with coronary stents

Fragomeni, Luis Sérgio de Moura; Falleiro, Roque Paulo; Hoppen, Gustavo; Krahl, Guilherme
2005-12-01

Resumo em português OBJETIVO: Analisar as características cirúrgicas de pacientes operados após a intervenção coronária percutânea (ICP). MÉTODO: Cinqüenta e seis pacientes (41 H e 15 M), no momento da revascularização cirúrgica do miocárdio, já tinham sido manejados com o implante de stents coronarianos. Foram implantados 116 stents em 101 intervenções. Trinta e dois pacientes tinham três ou mais vasos com estenose significativa. Seis pacientes com lesões graves no tronco (mais) da artéria coronária esquerda (TCE) foram tratados com stents. Desde a colocação do primeiro stent, 12 pacientes desenvolveram lesões de novo graves no TCE. Em seis (50%), a estenose grave se desenvolveu em até seis meses da colocação do stent. Vinte (35,7%) pacientes eram diabéticos. Em 22 (39,2%) doentes, no momento da cirurgia, havia diminuição significativa da fração de ejeção do VE (p Resumo em inglês OBJECTIVE: To observe the surgical characteristics of patients operated on after percutaneous coronary intervention (PCI). METHOD: Fifty-six patients (41 M and 15 F), by the time of coronary artery by-pass grafts (CABG), already had undergone coronary stenting procedures. In 101 PCI, 116 stents were implanted. By the time of the first PCI, 32 patients had three or more coronaries with severe stenosis. Six patients were treated with PCI for severe left main stem stenosis. (mais) Since the implantation of the first stent, 12 patients developed severe de novo lesions in the left coronary trunk. In six of these, the stenosis was developed in 6 months after the implant of the stent. Diabetes was present in 35.7% of the patients. In 22 patients (39.2%), at the time of CABG, the left ventricular (LV) function was reduced (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Revascularização do miocárdio sem circulação extracorpórea com uso de shunt intracardíaco: 12 anos de experiência

RIVETTI, Luiz Antônio; GANDRA, Sylvio M. A.; SILVA, Ana Maria R. Pinto e; CAMPAGNUCCI, Valquíria P.
1997-07-01

Resumo em português Os autores apresentam a experiência com a técnica desenvolvida em 1983, na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, que consiste em substituir a circulação extracorpórea nas operações de revascularização do miocárdio, por uma derivação (shunt), introduzida na luz da coronária. Este shunt consiste em um pequeno tubo de silicone, flexível, transparente, com diâmetros variando de 1 a 3 mm, que permanece na luz do vaso durante a feitura da a (mais) nastomose entre o enxerto e a coronária. Esta técnica oferece mais segurança ao paciente, por dispensar o uso da circulação extracorpórea e, conseqüentemente, os seus malefícios, além de evitar isquemia do miocárdio durante a anastomose e mantendo um campo cirúrgico sem sangue, facilitando, assim, a realização da anastomose. De 1983 a 1995, foram operados 419 pacientes, tendo sido realizados 671 enxertos, dos quais 153 com a artéria torácica interna para as coronárias das faces anterior e inferior do coração. A mortalidade hospitalar foi de 1,43%, com 1,67% de incidência de infarto do miocárdio no intra-operatório. A técnica mostrou ser segura, sem complicações graves durante o seu emprego. Os pacientes evoluíram bem no pós-operatório imediato, necessitando menor tempo de intubação, menor permanência na UTI ou internação. Em um grupo inicial estudou-se a qualidade das anastomoses, através da cinecoronariografia pós-operatória em um período médio de 24 meses, mostrando uma taxa de enxertos pérvios de 84%. A técnica mostrou ser simples, segura e econômica, além dos benefícios ao paciente, por ser menos agressiva. Com o advento da cirurgia minimamente invasiva, esta técnica traz a contribuição definitiva para maior segurança dos pacientes. Resumo em inglês An analysis was made of the results in a group of 419 patients that underwent myocardial revascularization without cardiopulmonary bypass, by means of a technique using a temporary intraluminal shunt (TIS) described originally by Rivetti and Gandra in 1991. The technique consists of inserting a shunt of a flexible and transparent sylastic tube with external diameter varying from 1 mm to 3 mm into the coronary artery which allows distal irrigation of the coronary artery du (mais) ring the anastomosis between the vein or mammary artery and the coronaries. It offers safety to the patient by avoiding ischemia and its consequences, by molding the coronary artery and maintaining a bloodless field. Mortality was 1,4% in this series and 1,6% of myocardial infarction. There were no life-threatening complications during the procedure. There were no complications similar those normally occurring in the post-operative period of cardiopulmonary procedures. This technique is useful for any patient with coronary stenosis in the antero-diaphragmatic region, but it also provided a good quality of the anastomosis in the cases studied.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Manuseio da dissecção aórtica envolvendo artéria coronária direita

PÊGO-FERNANDES, Paulo M.; STOLF, Noedir A. G.; HERVOSO, Cristina M.; SILVA, João M.; ARTEAGA, Edmundo; JATENE, Adib D.
1998-04-01

Resumo em português É conhecido o fato de que a dissecção aórtica pode envolver as artérias coronárias, Entretanto, somente alguns artigos fazem referência ao tratamento cirúrgico dessa afecção. Apresentamos o seguimento de 11 pacientes acometidos por dissecção da aorta ascendente envolvendo a artéria coronária direita e que se submeteram à operação em nossa Instituição - Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paul (mais) o. Em 2 pacientes o óstio coronariano esquerdo também foi afetado. Em 7 pacientes a dissecção foi aguda e, em 4, crônica. A aorta ascendente foi substituída por enxerto tubular de Dacron em todos os pacientes; ponte de veia safena para a coronária direita ou enxerto de gore-tex para o óstio coronariano ou artéria coronária direita foi realizado em 9 pacientes e reimplante de ambas as coronárias dissecadas em 2. Houve 3 (27,3%) mortes no pós-operatório recente, devido a síndrome de baixo débito e infarto do miocárdio. Dois pacientes acometidos por síndrome de Marfan faleceram no 14º mês de pós-operatório por doença hepática, e outro devido a rotura da aorta descendente no 39º mês. Os 6 pacientes restantes foram acompanhados por um período que variou de 78 a 96 meses (média de 83 meses). Tal experiência sugere que, apesar de significar alto risco, o envolvimento do óstio coronariano direito na dissecção de aorta é um acontecimento que pode ser manejado com sucesso através de alguns procedimentos cirúrgicos, quando realizados antes do surgimento de complicações irreversíveis. Resumo em inglês It is well known that aortic dissection may involve coronary arteries. However, only a few reports deal with surgical management of this problem. We present the report of the follow-up of 11 patients who suffered from ascending aortic dissection involving the right coronary artery and underwent surgical treatment at our Institution - InCor, Hospital das Clínicas, University of São Paulo Medical Center. The left coronary ostia was also affected in two patients. In seven (mais) patients the dissection was acute and at four, chronic. The ascending aorta was substituted by a Dacron tubular graft in all patients. Right coronary artery saphenous vein bypass or gore-tex graft to the coronary ostia or right coronary artery was performed in nine patients and reimplantation of both dissected coronaries in two. There were three early postoperative deaths (27.3%) due to low-output syndrome and myocardial infarction. One patient suffering from Marfan's Syndrome died during the fourteenth postoperative month due to hepathyc disease. Another Marfan's patient died from descending aorta rupture during the thirty-nineth month. The six surviving patients were followed from 78 to 96 months (mean 83 months). This experience suggests that although carrying high risk, involvement of the right coronary ostia in aortic dissection is an onset that can be successfully managed by some surgical procedures if done before irreversible complications arise.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Cardioplegia cristalóide, barotrauma e função endotelial: considerações experimentais/ Crystalloid cardioplegia, barotrauma and endothelium function: experimental considerations

Évora, Paulo Roberto B; Pearson, Paul J; Oeltjen, Marilyn; Discigil, Berent; Schaff, Hartzell V
1996-06-01

Resumo em português O presente ensaio experimental estudou o efeito da infusão de solução cardioplégica cristalóide a altas pressões sobre a função endotelial de artérias epicárdicas de cães. Não se encontraram alterações a nível de receptores (curvas dose-respostas à ACH e ADP; da transdução do sinal iniciado nos receptores/sitema de G-proteínas (fluoreto de sódio) e nos processos intracelulares da produção de EDRF/ NO (fosfolipase C e ionóforo do cálcio A23187). A f (mais) unção da musculatura lisa vascular não foi afetada quando se analisaram as respostas relaxantes (nitroprussiato de sódio e isoproterenol) e contrateis (KCI e prostaglandina 2alfa). Estes achados permitem as seguintes considerrações especulativas: a) O barotrauma produzido pela infusão da cardioplegia cristalóide a altas pressões ocorreria apenas em circulações coronarianas previamente doentes? b) Uma vez que as infusões duraram de 2 a 3 minutos, seria o barotrauma coronariano um fenômeno dependente do tempo de infusão? c) Para que ocorra o barotrauma seriam necessários níveis mais elevados de potássio? d) Questionar a existência do fenômeno do barotrauma coronariano produzido pela infusão de soluções cadioplégicas pelo menos nas condições experimentais utilizadas, e) A metodologia empregada estuda apenas as reatividades vasculares de artérias coronárias epicárdicas. Estas artérias seriam menos sensíveis aos efeitos da pressão de infusão da cardioplegia do que a microcirculação coronariana? f) Seria a circulação coronária do cão menos sensível a altas pressões do que do homem? Estas observações experimentais sugerem que a infusão de cardioplegia cristalóide, moderadamente hipocalêmica, a altas pressõe em um tempo de 2 a 3 minutos, não interfere com a produção de EDRF/NO pelo endotélio de coronárias epicárdicas do cão. Resumo em inglês Experiments were performed in "organ chambers" to investigate if high pressures infusions of crystalloid cardioplegia effect the endothelium function of epicardic canine coronary arteries. These experiments did not show any alterations at level of receptors (dose-response curves to ACH and ADP); signal transduction/G-proteins (dose-response curve to sodium fluoride); intracellular mechanisms of the EDRF/NO release (dose-response curves to phospholipase C and calcium ionop (mais) hores A23187). The smooth muscular relaxant function (dose-response curves to sodium nitroprusside and isoproterenol) and contarctions (doseresponse curves to KCI and PGF2alpha) were also preserved. These experimental observations allow the following speculative considerations: a) Should barotrauma be a phenomenon present only in damaged coronary circulation? b) All infusion were performed in no more than two or three minutes. Is cardioplegia barotrauma a phenomenon time-dependente? c) High levels of potassium could be associated with barotrauma, d) Cardioplegia barotrauma is a fancy, at least in our experimental conditions? e) Experiments in "organ chambers" study only epicardic arteries. Could barotrauma damage the microcirculation? f) The canine coronary circulation is less affeccted by high pressure than human coronaries? These data are suggestive that crystalloid moderately hyperkalemic infusions at high pressures for two or three minutes, do not impair the endothelium release of EDRF/NO of canine epicardic coronary arteries.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

O consumo do álcool e as doenças cardiovasculares: uma análise sob o olhar da enfermagem/ The consumption of alcohol and the cardiovascular: diseases an analysis under the nursing view/ El consumo de alcohol y las enfermedades: cardiovasculares un análisis desde la óptica de la enfermería

Stipp, Marluci Andrade Conceição; Leite, Joséte Luzia; Cunha, Natália Machado da; Assis, Luana Santos de; Andrade, Michel Pires de; Simões, Ricardo Duarte
2007-12-01

Resumo em português Estudo descritivo, exploratório e quantitativo, que apresenta uma análise parcial dos dados, cujos objetivos foram estimar a freqüência do uso de bebida alcoólica numa clientela com hipertensão arterial atendida no ambulatório de um hospital-escola do Município do Rio de Janeiro e discutir a relação do uso do álcool com as doenças cardiovasculares. A coleta de informações ocorreu num hospital-escola do Município do Rio de Janeiro. Foi utilizado um question� (mais) �rio aplicado oralmente a 73 clientes. Encontramos 59,9% de hipertensos, e, destes, 91,30% fazem uso de alguma medicação anti-hipertensiva e 74,36% referem não ingerir bebida alcoólica. Do total de entrevistados, 84,93% eram do sexo feminino. Foi observado na literatura que o uso moderado do álcool aponta uma proteção contra doença arterial coronariana. O estudo mostrou um controle da freqüência da ingesta alcoólica, o que pode estar relacionado ao tempo de acompanhamento ambulatorial desta clientela. Foi vista uma participação efetiva de enfermeiras, alunos e docentes de Enfermagem na assistência ambulatorial da referida instituição. Resumo em espanhol Estudio descriptivo, exploratorio, cuantitativo y en el momento presenta un análisis parcial de los datos cuyo objetivo fue estimar la frecuencia del uso de bebida alcohólica en una clientela con Hipertensión Arterial atendida en el ambulatorio de un Hospital Escuela de la Ciudad del Rio de Janeiro y discutir la relación del uso del alcohol con las enfermedades cardiovasculares. La colecta de informaciones ocurrió en un Hospital Escuela de la Ciudad del Rio de Janeir (mais) o. Fue usado un cuestionario aplicado oralmente a 73 clientes. Encontramos 59,9% de hipertensos, y de estos 91,30% hacen uso de alguna medicación anti-hipertensiva y 74,36% mencionan a no ingerir bebida alcohólica. Del total de entrevistados 84,93% eran del sexo femenino. Fue observado en la literatura que el uso moderado de alcohol apunta una protección contra enfermedad arterial coronariana. El estudio muestra un control de la frecuencia de ingestión alcohólica lo cual puede estar relacionado al tiempo de acompañamiento de esta clientelaen el ambulatorio. Fue visto una participación efectiva de enfermeras, alumnos y docentes de enfermería en la ayuda en el ambulatorio de la referida institución. Resumo em inglês Descriptive, exploratory and quantitative study that in the moment presents a partial data analysis with the purpose of to consider the frequency of the alcoholic beverage use in a clientele with Arterial Hypertension attended in an ambulatory of a School Hospital of the Rio de Janeiro City and to discuss the relation between the alcohol use and the cardiovascular disease. The information collect was made in a School Hospital of the Rio de Janeiro City. It was used an ora (mais) lly applied questionnaire in 73 clients. We found 59.9% of hypertensive clients, from which 91.30% use some kind of medication against Hypertension and 74.36% refer to don't use alcoholic beverage. From the total of interviewed people 84.93% was from the feminine gender. It was observed in the literature that the moderate use of alcohol points to a protection against coronaries arterial disease. The study showed a control of the frequency of the alcohol ingestion which can be related to the time of ambulatory accompaniment of these clientele. It was examined an effective participation of nurses, students and teachers of nursing in the ambulatory assistance of the referred institution.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Disfunção endotelial após isquemia global e reperfusão em cirurgia cardíaca com circulação extracorpórea: estudo do papel do magnésio em artérias coronarianas caninas

VOLPE, Marco A.; CARNEIRO, João J.; MAGNA, Luiz Alberto; VIARO, Fernanda; ORIGUELA, Eliana Aparecida Lopes; EVORA, Paulo R. B.
2002-09-01

Resumo em português OBJETIVO: Estudar a disfunção endotelial conseqüente à lesão provocada por isquemia global seguida de reperfusão e a potencial influência protetora do magnésio sobre a integridade funcional do endotélio em coronárias isoladas de cães. MÉTODO: Segmentos de artérias coronárias caninas foram suspensos em banhos orgânicos para medida de força isométrica. A disfunção endotelial foi avaliada pela capacidade destes segmentos produzirem óxido nítrico, alteran (mais) do a força isométrica inicial. Foram selecionados quatro grupos com seis cães em cada um: SEM CEC (controle), CEC (110 minutos de perfusão sem isquemia), ISQ (45 minutos de isquemia), ISQ/REP (45 minutos de isquemia seguidos de 60 minutos de reperfusão). A ação do magnésio foi avaliada em três fases: I (banho orgânico com magnésio), II (banho orgânico sem magnésio) e III (banho orgânico com magnésio restaurado). Foram utilizados três agonistas farmacológicos que representam os principais passos da via de produção do óxido nítrico: receptor de membrana da célula endotelial - acetilcolina (ACh); transdução do sinal entre o receptor e os processos intracelulares através da G-proteína - fluoreto de sódio (NaF); liberação dos estoques intracelulares de cálcio - cálcio ionóforo (A23187). Ao estudo da função endotelial associou-se a avaliação da atividade da musculatura lisa dependente de GMPc - nitroprussiato de sódio (NPS). RESULTADOS: Os principais achados desta investigação foram: 1) a presença de magnésio no perfusato pareceu atenuar a disfunção endotelial causada por isquemia global seguida de reperfusão; 2) a presença de magnésio no banho orgânico (fase I) associou-se a maior relaxamento em resposta aos agonistas da produção de óxido nítrico; 3) a remoção de magnésio do banho orgânico (fase II) esteve associada à redução na intensidade do relaxamento em resposta aos agonistas da produção de óxido nítrico; 4) a restauração de magnésio ao banho orgânico (fase III) permitiu recuperação do relaxamento observado na fase I, apenas em resposta à estimulação direta das G-proteínas. Para os demais agonistas a restauração esteve associada à redução adicional na intensidade do relaxamento; 5) a musculatura lisa recebeu influência da concentração de magnésio no banho orgânico. CONCLUSÃO: O magnésio influencia favoravelmente na produção de óxido nítrico pelo endotélio coronariano, atenuando a disfunção endotelial causada por isquemia global seguida de reperfusão. Resumo em inglês INTRODUCTION: Hypomagnesemia and ischemia followed by reperfusion often occur in cardiac surgery. Both of them are associated with endothelial dysfunction which interfers negatively with patient evolution. Phisiopatology of these disturbances is similar and involves G-proteins dysfunction. OBJECTIVE: The present study focuses on the endothelial dysfunction consequent to the lesion resulting from global ischemia followed by reperfusion and the potential protective influenc (mais) e of magnesium on the endothelium functional integrity in isolated coronaries of dogs. METHOD: Segments of canine coronary arteries were suspended in organ chambers to measure isometric force. Endothelial dysfunction was evaluated by the ability of these segments to produce nitric oxide changing the initial isometric force. Four groups with six dogs in each one were selected: SEM CEC (control), CEC (110 minutes of perfusion without ischemia), ISQ (45 minutes of ischemia), ISQ/REP (45 minutes of ischemia followed by 60 minutes of reperfusion). The magnesium action was evaluated in three different phases: I (organ chambers with magnesium), II (organ chambers without magnesium) and III (organ chambers with restored magnesium). Three pharmacological agonists were used which represented the main steps involved in the nitric oxide production: the membrane receptor of the endothelial cell - acetylcholine (ACh); transduction of the signal between the receptor and the intracellular processes through the G-protein - sodium fluoride (NaF); liberation of intracellular stocks of calcium - calcium ionophore (A23187). The study of endothelial function was combined with the evaluation of smooth muscle activity dependent on GMPc - sodium nitroprusside (NPS). RESULTS: The major findings of this investigation were as follows: 1) presence of magnesium in priming seemed to attenuate the endothelial dysfunction caused by global ischemia followed by reperfusion; 2) presence of magnesium in the organ chamber (phase I) was associated with the greatest relaxation in response to agonists of the nitric oxide production; 3) removal of magnesium in the organ chamber (phase II) was linked to the reduction in the relaxation intensity in response to agonists of the nitric oxide production; 4) the magnesium restoration to the organ chamber (phase III) allowed restoration of the relaxation observed in the phase I, only in response to the direct stimulation of the G-proteins. For the rest of the remaining agonists, the restoration was associated with the additional reduction in the relaxation intensity; 5) the smooth muscle received the influence of the magnesium concentration in the organ chamber. CONCLUSION: It was concluded that magnesium favorably influences the nitric oxide production by the coronary endothelium attenuating the endothelial dysfunction caused by global ischemia followed by reperfusion.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

9

Artéria radial na ampliação do uso de enxertos arteriais para revascularização do miocárdio: considerações anatômicas e tática cirúrgica/ Radial artery for a wider arterial myocardial revascularization: microscopical anatomy and surgical technique

Dallan, Luís Alberto; Oliveira, Sérgio Almeida de; Jatene, Fábio B; Corso, Ricardo; Iglésias, José Carlos R; Prates, Nadir; Souza, Januário M; Verginelli, Geraldo; Jatene, Adib D
1996-06-01

Resumo em português A artéria radial (AR) foi estudada sob o ponto de vista anatômico, histológico, imunohistoquímico e ultramicroscópico. Paralelamente, foram analisados os resultados de seu emprego na revascularização do miocárdio de 269 pacientes. No total, 319 artérias coronárias foram revascularizadas pela AR. Houve predomínio do sexo masculino (80,7%) e da raça branca (93,7%). A artéria torácica interna esquerda (ATIe) foi empregada em 246 pacientes. Outros 17 já haviam (mais) sido previamente revascularizados com a ATIe, perfazendo um total de 97,8%. A artéria torácica interna direita (ATId) foi empregada em 59 (21,9%) pacientes, a artéria gastroepiplóica direita (AGEd) em 17 (6,3%) pacientes e em 161 (59,8%) foram também realizadas 1 a 4 pontes de veia safena. A média de enxertos por paciente foi de 3,4. Não houve complicações isquémicas ou infecciosas no membro em que a AR foi retirada. Os estudos imuno-histoquímicos e ultramicroscópicos permitiram observar o grande espessamento da membrana limitante elástica interna da AR e o predomínio de fibras colágenas sobre as elásticas na camada média. As principais complicações pósoperatórias foram a fibrilação atrial em 21 (7,8%) pacientes, insuficiência respiratória em 21 (7,8%), alterações no ECG e/ou elevação de CKMB em 12 (4,5%) pacientes. O balão intra-aórtico foi utilizado em 6 (2,2%) pacientes. O cateterismo no pós-operatório precoce foi realizado em 21 pacientes. Em 1 paciente houve dissecção sem oclusão do óstio da AR pelo cateter, 1 (4,7%) apresentou sinais de espasmo da AR; nos demais a AR encontrava-se pérvia e sem lesões. Houve 6 (2,2%) óbitos hospitalares, sendo 3 por acidente vascular cerebral, 2 por baixo débito cardíaco e 1 paciente teve morte súbita. Nos últimos meses temos visado à revascularização miocárdica com o emprego máximo de enxertos arteriais. Como tática especial usamos a AR para anastomoses seqüenciais com as artérias de parede inferior e lateral do ventrículo esquerdo. A anastomose do coto proximal é realizada na ATIe que, por sua vez, é habitualmente anastomosada ao ramo interventricular anterior (RIA). As artérias AGEd e ATId in situ ou, como enxerto livre, têm complementado o procedimento. Dentre 64 pacientes operados nos últimos 3 meses com a utilização da AR, 62 (96,9%) receberam pelo menos 2 enxertos arteriais, 27 (42,2%) receberam pelo menos 3 enxertos arteriais e 8 (12,5%) pacientes receberam 4 ou 5 enxertos arteriais. Em 29 (45,3%) deles a AR foi anastomosada à ATIe ou ATId. Acreditamos que essa técnica reduza a excessiva pressão conseqüente à anastomose direta da AR na aorta e que o maior fluxo decorrente das anastomoses seqüenciais auxilie na manutenção da perviabilidade da AR. A despeito de considerarmos o enxerto pediculado da ATIe o principal método de revascularização do miocárdio, os resultados preliminares indicam que a AR constitui uma excelente via complementar na busca da revascularização completa do miocárdio com enxertos arteriais. Resumo em inglês The aim of our study is to determine the microscopical anatomy imunohistochemistry and electronical scanning analysis of the radial artery (RA); 269 patients underwent myocardial revascularization with a RA graft were studied, performing 319 RA anatomoses; 80.7% patients were male and 93.7% Caucasians. The left internal thoracic artery (LITA) was used in 246 patients at the present surgery and 17 LITA were used before (redo-operation), performing 97.8%. LITA conduits empl (mais) oyed altogether. The patients received another additional conduits: 59 (21.9%) right internal thoracic arteries (RITA); 17 (6.3%) right gastroepiploic arteries (RGEA); 161 (59.8%) saphenous vein grafts. An average of 3.4 anastomoses/patient were constructed. There was no post-operative complications such as ischemia or infection envolving the hand with interruption of the RA supply. The RA immunohistochemistry and electronical scanning microscopy showed that the internal elastic layer is developed and the media layer presented muscular fibers sheafs surrounded by collagen fibers more than elastic fibers. The post-operative complications include respiratory distress (21 -7.8%), atrial fibrillation (21 -7.8%), and enzymatic or electrocardiographic signs (12-4.5%) of acute myocardial infarction. Six (2.2%) patients needed mechanical support with intraortic balloon pump. Early angiographic controls have been performed in 21 patients. One patient developed RA dissection during the angiographic study; in all other patients the RA patency was 100%. The overall in-hospital mortality rate was 2.2% (6 patients). Recently, different arrangements of the arterial grafts were adopted to achieve a more complete myocardial revascularization. The RA are frequently employed to sequential anastomosis with the inferior and lateral left ventricular coronaries. The RA proximal anastomosis is often performed with the LITA. Both the RGEA and the RITA are used as complementar arterial grafts. From 64 patients submitted to myocardial revascularization with RA last 3 months, 2 arterial conduits were performed in 62 (96.9%) patients, 3 arterial conduits were performed in 27 (42.2%) patients and 4 or 5 arterial conduits were performed in 8 (12.5%). Although the pedicled internal thoracic artery graft remains the primary arterial conduit for myocardial revascularization, the radial artery is an excellent additional bypass conduit.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

10

Aspectos macroscópicos da cardiopatia chagásica crônica no envelhecimento/ Macroscopic aspects of chronic Chagas heart disease in aging

Oliveira, Flávia Aparecida de; Teixeira, Vicente de Paula Antunes; Lino Junior, Ruy de Souza; Vinaud, Marina Clare; Reis, Marlene Antônia dos
2007-04-01

Resumo em português OBJETIVO: Descrever as características macroscópicas da cardiopatia chagásica crônica em idosos autopsiados. MÉTODOS: Os idosos tinham 60 anos ou mais, sendo que 20 tinham cardiopatia chagásica crônica (CC) e sorologia positiva para doença de Chagas e 14 não tinham cardiopatia (SC) nem alterações morfológicas para cardiopatia e eram sorologicamente negativos para doença de Chagas. RESULTADOS: Os idosos CC apresentaram peso cardíaco maior que os SC (385 &plus (mais) mn; 141,1 vs 306.8 ± 62,1g, respectivamente; p > 0,05), além de relação peso cardíaco/peso corporal significantemente maior (0,71% [0,5-1,42%] vs 0,59% [0,47-0,91%], respectivamente; p Resumo em inglês OBJECTIVE: To describe the macroscopic characteristics of chronic Chagas heart disease in autopsied elderly. METHODS: The elderly studied were 60 or older. Twenty of them had chronic Chagas heart disease (CHD) and positive serology for the disease, and 14 had no heart disease (WHD) nor morphological changes suggestive of it and were serologically negative for Chagas disease. RESULTS: The CHD elderly had cardiac weight greater than the WHD (385 ± 141.1 vs 306.8 &plu (mais) smn; 62.1g, respectively; p > 0.05), in addition to significantly higher heart weight-to-body weight ratio (0.71% [0.5-1.42%] vs 0.59% [0.47-0.91%] p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)