Sample records for ccba
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 2 shown.



1

Crescimento da base craniana nos diferentes tipos faciais nos relacionamentos maxilomandibulares ortopédicos de Classe I, II e III: parte 1/ Cranial base growth in different facial types in Class I, II and III orthopedic maxillomandibular relationship: part 1

Pieri, Lucelma Vilela; Faltin Junior, Kurt; Ortolani, Cristina Lúcia Feijó; Faltin, Rolf Marçon; Almeida, Márcia Aparecida Alves de
2007-02-01

Resumo em português OBJETIVO: este estudo retrospectivo avaliou o crescimento médio anual da base craniana nos diferentes tipos faciais nos relacionamentos maxilomandibulares ortopédicos de Classe I, II e III. METODOLOGIA: uma amostra aleatória de 300 pacientes brasileiros leucodermas (131 do gênero masculino, 169 do gênero feminino), com idade média inicial de 10 anos e 2 meses (dentadura mista) e final de 14 anos e 8 meses (segundos molares em oclusão) e tempo médio de observação (mais) de 4 anos e 5 meses, foi selecionada em uma clínica particular, em São Paulo, Brasil. Havia 118 Classe I, 151 Classe II e 31 Classe III. Todas as 600 radiografias cefalométricas laterais foram obtidas no mesmo aparelho de raios-x. As análises de Ricketts e Schwarz modificadas por Faltin foram usadas. As medidas lineares (Ba-Na, CC-Na, CC-Ba e CF-Po) foram feitas pelo mesmo examinadora em T1 e T2. Os tipos faciais e de relacionamentos foram estudados juntos com a amostragem total e subdividida por gêneros. Os testes de Levene e t de Student foram aplicados. RESULTADOS E CONCLUSÕES: os resultados confirmaram os valores de Langlade, porém mostraram dimorfismo sexual, com o gênero masculino crescendo significativamente mais que o feminino. Este estudo será de grande aplicação para a previsão de crescimento, prognóstico e o plano de tratamento de pacientes em crescimento. Resumo em inglês AIM: to assess the cranial base annual mean growth in different facial types in Class I, II and III orthopedic maxillomandibular relationship. METHODS: a random sample of 300 Brazilian Caucasian patients (131 males, 169 females), with 10 years and 2 months (mixed dentition) initial mean age, 14 years and 8 months (second molar occlusion) final mean age and 4 years and 5 months mean observation time was selected at a private clinic in São Paulo - Brazil. There were 118 Cl (mais) ass I, 151 Class II and 31 Class III. All 600 lateral cephalometric radiographs were taken using the same x-rays equipment. Ricketts and Schwarz analyses modified by Faltin Jr. were used. The same examiner performed the linear measures (Ba-Na, CC-Na, CC-Ba and CF-Po) in T1 and T2. All facial types and Classes were studied together with the total sample and separated by gender. Levene’s test and Student's t-test were carried out. RESULTS AND CONCLUSION: the results confirmed Langlade's results, but showed sexual dimorphism with males growing significantly more than females. This study will be very useful for growth forecast, prognostic and treatment planning in growing patients.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Crescimento da base craniana nos diferentes tipos faciais nos relacionamentos maxilomandibulares ortopédicos de Classe I, II e III: Parte 2 (Crescimento médio de Ba-Na, CC-Na e CC-Ba)/ Cranial base growth in different facial types in Class I, II and III orthopedic maxillomandibular relationship: Part 2 (Mean growth of Ba-Na, CC-Na and CC-Ba)

Pieri, Lucelma Vilela; Faltin Junior, Kurt; Ortolani, Cristina Lúcia Feijó; Faltin, Rolf Marçon; Almeida, Márcia Aparecida Alves de
2007-04-01

Resumo em português OBJETIVO: este estudo retrospectivo avaliou o crescimento médio da base craniana nos diferentes tipos faciais e de relacionamentos maxilomandibulares ortopédicos.METODOLOGIA: uma amostra aleatória de 300 pacientes brasileiros leucodermas (131 do gênero masculino, 169 do gênero feminino), com idade média inicial de 10 anos e 2 meses (dentadura mista) e final de 14 anos e 8 meses (segundos molares em oclusão) e tempo médio de observação de 4 anos e 5 meses, foi se (mais) lecionada em uma clínica particular, em São Paulo, Brasil. Havia 118 Classe I, 151 Classe II e 31 Classe III. Todas as 600 radiografias cefalométricas laterais foram obtidas no mesmo aparelho de raios-x. As análises de Ricketts e Schwarz modificadas por Faltin foram usadas. As medidas lineares (Ba-Na, CC-Na e CC-Ba) foram feitas manualmente pelo mesmo examinador em T1 e T2. Os relacionamentos foram estudados juntos e separadamente, considerando tipo facial e gênero. O teste t-pareado e ANOVA foram aplicados. RESULTADOS E CONCLUSÕES: o tipo facial retrovertido cresceu significantemente mais em CC-Na na Classe II, sendo a sua correção desfavorável no gênero feminino; com tendência favorável na Classe III e crescimento dentro do esperado na Classe I. O neutrovertido cresceu significantemente mais em CC-Na nas Classes I e II, sendo desfavorável na Classe II; com crescimento eqüitativo de CC-Na e CC-Ba na Classe III e levemente acima do esperado na Classe I. O provertido teve crescimento eqüitativo em todas as Classes, sendo significantemente favorável na Classe II mandibular; com tendência favorável na Classe III e crescimento médio acima do esperado na Classe I. Resumo em inglês AIM: This retrospective study evaluated the cranial base mean growth in different facial types and orthopedic maxillomandibular relationship. METHODS: A random sample of 300 Brazilian Caucasian patients (131 males, 169 females), initial and final mean age (10 years 2 months-mixed dentition; 14 years 8 months-second molar occlusion) and mean observation time (4 years 5 months) was selected at a private clinic in São Paulo. There were 118 Class I; 151 Class II and 31 Class (mais) III. All 600 lateral cephalometric radiographs were taken using the same x-rays equipment. Ricketts and Schwarz analyses modified by Faltin were used. The same examiner performed manually the linear measures (Ba-Na, CC-Na and CC-Ba) in T1 and T2. All Classes were studied together and separately considering facial type and gender. Paired t-test and ANOVA were carried out. RESULTS AND CONCLUSIONS: The retroversion facial type grew significantly more in CC-Na in Class II, being unfavorable to Class II correction in females; with favorable tendency in Class III and an expecting growth in Class I. Neutroversion grew significantly more in CC-Na in Class I and II, being unfavorable in Class II; it had equitable growth of CC-Na and CC-Ba in Class III and it had considerably greater mean growth than the retroversion in Class I. Proversion had CC-Na and CC-Ba equitable growth in all Classes, it was significantly favorable in mandibular Class II; favorable tendency in mandibular Class III and it had the greatest mean growth in Class I.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)