WorldWideScience

Sample records for mortalidade na marinha

  1. Ocupação e mortalidade na Marinha do Brasil Occupation and mortality in the Brazilian Navy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marlene Silva

    2004-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever a distribuição da mortalidade por doenças do aparelho digestivo, geniturinário e do sistema nervoso, de acordo com a ocupação entre militares da Marinha do Brasil. MÉTODOS: Estudo exploratório da mortalidade proporcional conduzido com militares do sexo masculino lotados na Marinha do Brasil, que faleceram no período de 1991 a 1995. A população do estudo corresponde a todo o contingente da corporação nesse mesmo período. Os dados provêm de certidões de óbitos requeridas para concessão de pensões de dependentes e história ocupacional correspondente. As causas básicas de morte foram codificadas de acordo a Classificação Internacional de Doenças (9ª revisão. RESULTADOS: Militares apresentaram mortalidade proporcional aumentada para as doenças do fígado relacionadas com o consumo do álcool (razão de mortalidade proporcional ajustada (RMPaj=2,03; IC 95%: 1,26 3,00, pancreatite (RMPaj=2,03; IC 95%: 1,06 3,38, hemorragia digestiva (RMPaj=1,61; IC 95%: 1,10 2,23, doenças renais crônicas (RMPaj=2,82; IC 95%: 1,98 3,84, doença de Parkinson (RMPaj=3,00; IC 95%: 1,27 5,72 e degenerações cerebrais (RMPaj=2,88; IC 95%: 1,14 5,70 em relação a população de referência. Associação não estatisticamente significante foi observada entre operadores de radar (RMP=6,50; IC 95%: 1,43 29,56 e doenças do sistema nervoso. CONCLUSÕES: Os resultados indicam a existência de possíveis fatores de riscos ocupacionais no ambiente de trabalho da Marinha do Brasil, e a necessidade de estudos com medidas quantitativas de exposição.OBJECTIVE: To describe the distribution of mortality due to digestive tract, genitourinary and nervous system diseases according to occupation among Brazilian Navy servicemen. METHODS: This was an exploratory study of proportional mortality among male servicemen in the Brazilian Navy who died between 1991 and 1995. The study population comprises the entire contingent of servicemen during

  2. Mortalidade materna na cidade do Recife Maternal mortality in Recife

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aurélio Antônio Ribeiro Costa

    2002-08-01

    Full Text Available Objetivos: determinar a Razão de Mortalidade Materna (RMM entre mulheres residentes na cidade do Recife, pela análise de todas as declarações de óbito de mulheres na idade entre 10-49 anos. Determinar a taxa de sub-registro e estudar as principais características, causas básicas, classificação e evitabilidade das mortes maternas. Métodos: realizou-se estudo descritivo de base populacional, analisando-se todos as declarações de óbito de mulheres entre 10-40 anos e utilizando-se os critérios de Laurenti para classificá-los como declarados ou presumíveis. Estudaram-se os prontuários médicos e os dados de autópsia, quando disponíveis, determinando-se as causas básicas dos óbitos e calculando-se a taxa de sub-registro. A Razão de Mortalidade Materna foi calculada usando as informações sobre nascidos vivos do SINASC (Sistema de Informações dos Nascidos Vivos. Resultados: encontraram-se 144 mortes maternas, sendo 104 declaradas e 44 presumíveis, confirmadas após investigação. A Razão de Mortalidade Materna foi 75,5 por 100.000 nascidos vivos e o percentual de sub-registro foi 27,8%. Observou-se uma predominância de causas diretas, sendo as mais freqüentes hipertensão (19%, hemorragia (16% e infecção (11%. Cerca de 82% das mortes foram consideradas evitáveis por meio de assistência adequada ao pré-natal, parto e puerpério. Conclusões: a Razão de Mortalidade Materna é alta na cidade de Recife, e o percentual de subnotificação permanece elevado. Predominam as causas diretas e os óbitos evitáveis, evidenciando ausência de assistência adequada ao pré-natal, parto e puerpério.Purpose: to determine the Maternal Mortality Ratio (MMR among women living in the city of Recife, Brazil through the analysis of all death certificates of women aged 10-49 years from 1994 to 2000. To determine the underreporting rate and to study the main characteristics, basic causes, classification and avoidance of maternal deaths

  3. Farinha de algas marinhas (“Lithothamnium calcareum”) como suplemento mineral na cicatrização óssea de autoenxerto cortical em cães

    OpenAIRE

    Costa Neto, João Moreira da; Teixeira, Raquel Graça; Sá, Marcelo Jorge Cavalcanti de; Lima, Alessandra Estrela da Silva; Jacinto Aragão, Glauber Sergio; Teixeira, Marcelo Weinstein; Martins Filho, Emanoel Ferreira; Toríbio, Júlia Morena de Miranda Leão; Azevedo, Adílio Santos de

    2010-01-01

    Foi avaliada, em cães, a influência da farinha de algas marinhas (Lithothamnium calcareum) como suplemento mineral na cicatrização de falha óssea cortical reconstituída com autoenxerto cortical. Foram utilizados dez cães adultos, machos, sem raça definida, com peso entre 10 e 15kg. O enxerto, constituído de um bloco cilíndrico de osso cortical foi obtido da diáfise proximal da ulna, mediante ostectomia com trefina de oito milímetros de diâmetro. Igualmente criada...

  4. Mortalidade materna na perspectiva do familiar Mortalidad materna en la perspectiva del familiar Maternal mortality on the family members' perspective

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flávia Azevedo Gomes

    2006-03-01

    Full Text Available A mortalidade materna é um dos indicadores do desenvolvimento de saúde e social de um país. É uma tragédia para a família, pois a morte da mãe priva a criança da amamentação e do contato materno, e pelo fato de caber à mulher manter a unidade da família. Este estudo teve como objetivo compreender o significado da morte atribuído por familiares das mulheres falecidas por causas maternas. A população foi constituída por dez familiares de sete mulheres que morreram durante o ciclo grávido-puerperal no município de Ribeirão Preto. Realizamos visitas domiciliares e a coleta de dados foi realizada por meio de entrevista dada pelo familiar da mulher. Para a análise dos dados, utilizamos a análise temática, em que depreendemos três categorias temáticas: significado da morte materna, vivenciando a mortalidade materna na família e vivenciando a mortalidade materna na instituição de saúde. As visitas domiciliares confirmaram que existem fatores coadjuvantes que influenciaram na ocorrência das mortes maternas.La mortalidad materna es uno de los indicadores del desarrollo en salud y social de un país. Es una tragedia para la familia, pues la muerte de la madre priva al niño del amamantamiento y del contacto materno, y por el hecho de que cabe a la mujer mantener la unidad de la familia. Este estudio tuvo como objetivo comprender el significado de la muerte atribuido por familiares de las mujeres fallecidas por causas maternas. La población estuvo constituida por diez familiares de siete mujeres que murieron durante el ciclo grávido-puerperal en el municipio de Ribeirão Preto. Se efectuaron visitas domiciliarias y la recolección de datos fue realizada por medio de entrevista al familiar de la mujer. Para el análisis de los datos, se utilizó el análisis temático, desprendiéndose tres categorías temáticas: significado de la muerte materna, vivenciando la mortalidad materna en la familia y vivenciando la mortalidad

  5. Trauma na gestante: análise da mortalidade materna e fetal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Roberto Corsi

    Full Text Available Foram analisadas retrospectivamente 26 pacientes gestantes traumatizadas, num período de nove anos. A média de idade foi 23,7 anos (16-42. A idade gestacional variou de dez a quarenta semanas (média 21,5 semanas; a maioria (46,1% no segundo trimestre. O mecanismo predominante (65,3% foi o trauma abdominal fechado por acidente automobilístico (atropelamento ou colisão. Na admissão, oito (30,7% pacientes apresentavam alterações hemodinâmicas. Seis doentes (23,0% apresentavam sangramento vaginal e, destas, quatro estavam hemodinamicamente normais. Analisamos a mortalidade materna, a mortalidade fetal e suas causas. Comparamos também a mediana dos valores do RTS e TRISS entre os grupos, sobrevida materno-fetal, sobrevida materna e óbito materno-fetal. Todas as gestantes admitidas com sangramento vaginal apresentaram óbito fetal. A mortalidade materna foi de 11,5%, por choque hemorrágico. A mortalidade fetal foi de 30,7%, sendo que 37,5% destes óbitos foram provocados pela morte materna. A principal causa de mortalidade fetal foi o descolamento de placenta (50,0%. Os índices de trauma, RTS e TRISS, foram significativamente menor (p=0,0025 e p<0,0001 no grupo óbito materno-fetal, porém esses índices não apresentaram valor prognóstico na mortalidade fetal.

  6. Efeito idade-periodo-coorte na mortalidade por cancer do colo uterino

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karina Cardoso Meira

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar o efeito da idade, período e coorte de nascimento na mortalidade por câncer do colo do útero. MÉTODOS: Foram analisados dados de mortalidade por câncer do colo do útero em mulheres ≥ 30 anos nos municípios do Rio de Janeiro, RJ, e São Paulo, SP, de 1980 a 2009. Os dados foram extraídos do Sistema de Informação Sobre Mortalidade. A variação percentual anual estimada foi calculada para os períodos de 1980-1994 e 1995-2009. O efeito da idade, período e coorte de nascimento foi calculado pelo modelo de regressão de Poisson, utilizando funções estimáveis: desvios, curvaturas e drift , por meio da biblioteca Epi do programa estatístico R versão 2.7.2. RESULTADOS: A taxa de mortalidade média do período por 100.000 mulheres foi 15,90 no Rio de Janeiro e 15,87 em São Paulo. Houve redução significativa na mortalidade por câncer do colo do útero nos dois períodos: no Rio de Janeiro, -1,20% (IC95% -2,20;-0,09 e -1,46% (IC95% -2,30;-0,61, e em São Paulo, -2,58% (IC95% -3,41;-1,76 e -3,30% (IC95% -4,30;-2,29. A análise da curvatura dos efeitos indicou tendência de redução do risco de morte nas sucessivas coortes (RR < 1 nas mulheres nascidas após a década de 1960. Observou-se redução acentuada no risco relativo (RR a partir dos anos 2000. CONCLUSÕES: O estudo evidenciou efeito de período na redução das taxas de mortalidade por câncer do colo do útero no período analisado, tendo em vista que houve efeito de proteção (RR < 1 a partir dos anos 2000 e nas mulheres nascidas após a década de 1960.

  7. Valor preditivo da frequência cardíaca em repouso do teste ergométrico na mortalidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jaqueline Eilert Fagundes

    2010-12-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A frequência cardíaca em repouso (cuja média está entre 60 e 80 bpm é uma das mais simples variáveis cardiovasculares e tem sido considerada como um preditor de mortalidade cardiovascular e geral. OBJETIVO: Avaliar o valor preditivo da frequência cardíaca em repouso (FCR, antes do teste ergométrico (TE, na mortalidade cardiovascular (CV e geral. MÉTODOS: Estudo de caso-controle, que utilizou informações contidas nos bancos de dados do laboratório de ergometria de um hospital especializado em cardiologia e os registros de óbitos da Secretaria da Saúde em uma cidade do sul do Brasil, de janeiro de 1995 a junho de 2007. Foram analisados 7.055 pacientes, sendo 1.645 (23,3% do grupo caso (óbitos e 5.410 (76,7% do grupo controle (vivos. Foi calculado o ponto de corte da FCR para mortalidade, através da curva ROC e realizada a análise multivariada para as variáveis selecionadas. Os desfechos foram mortalidade CV e geral. RESULTADOS: A incidência de mortalidade CV foi de 674 casos (9,5%; a FCR > 78 bpm foi o ponto de corte. Após ajustado para as variáveis selecionadas, o odds ratio (OR para FCR > 78 bpm foi de 3,5 (IC 95% = 2,9 - 4,2 para mortalidade CV e 3,6 (IC 95% = 3,2 - 4,0 para mortalidade geral. CONCLUSÃO: A FCR > 78 bpm é um preditor independente de mortalidade cardiovascular e geral.

  8. Circulação atlântica: idade, tempo de trabalho e funções de escravos e libertos na marinha mercante luso-brasileira, séculos XVIII e XIX

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jaime RODRIGUES

    2015-12-01

    Full Text Available Resumo A partir de elementos de histórias de vida profissional que podem ser construídos de modo ainda fragmentário, procuro identificar as formas de engajamento na marinha mercante luso-brasileira de escravos e libertos africanos ou nascidos em Portugal e na América portuguesa. O recorte temporal vai da década de 1760 (quando os primeiros registros de matrículas de tripulantes começaram a ser feitos até os anos 1820. O texto procura inventariar as funções desempenhadas por esses homens, bem como apresentar dados de caráter censitário, tais como a idade com que se iniciavam no mundo do trabalho marítimo e o tempo de experiência deles nas profissões do mar.

  9. Etnobotânica na Reserva Extrativista Marinha de Arraial do Cabo, RJ, Brasil Ethnobotany of Arraial do Cabo Marine Extractive Reserve, Rio de Janeiro, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Viviane Stern da Fonseca-Kruel

    2004-03-01

    Full Text Available A Reserva Extrativista Marinha de Arraial do Cabo (RESEX localiza-se no município de Arraial do Cabo, região de Cabo Frio. É uma unidade de conservação de interesse ecológico-social e visa proteger o sustento dos pescadores artesanais, a flora e a fauna locais. O clima da região é tropical seco e a vegetação é de restinga. Este estudo objetivou inventariar as espécies vegetais usadas na faixa terrestre da RESEX, associando este conhecimento às tradições locais. As informações etnobotânicas foram obtidas através de observação participante e entrevistas estruturadas com pescadores artesanais. Das 444 citações de uso, catalogou-se 68 espécies, 61 gêneros e 42 famílias. As categorias de uso foram: alimentar (45,6%, medicinal (39,7%, tecnológica (29,4%, lenha (10,2%, construção (8,8% e ornamental (2,9%. Utilizou-se o Índice de Shannon para análise da diversidade de espécies resultando: 1,78 (base 10 e 4,10 (base e, denotando que os pescadores possuem bom conhecimento da biodiversidade local, quando comparado a outros estudos da costa brasileira. Os dados obtidos nesta pesquisa possibilitarão a formulação de estratégias de uso sustentável dos recursos naturais, considerando a percepção ambiental da população, baseado nos sistemas cognitivos desenvolvidos ao longo do convívio do homem com a natureza.The Arraial do Cabo Marine Extractive Reserve (RESEX, is located on Arraial do Cabo Municipality, Cabo Frio region. It is a conservation unit with social and ecological interest, that intends to protect the livelihood of traditional fishermen, local flora and fauna. The climate is tropical dry and the vegetation classified as sandy-coastal-plain vegetation. This study goal was to survey useful species on the land part of RESEX, and associate this knowledge to local traditions. The ethnobotanical data was obtained by observer participation and structured interviews with traditional fishermen. From the 444 use

  10. Incremento na mortalidade associada à presença de diabetes mellitus em nipo-brasileiros

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gimeno Suely Godoy A.

    1998-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Como parte de um estudo envolvendo migrantes japoneses (issei e seus descendentes (nisei, residentes na cidade de Bauru no Estado de São Paulo, descrevem-se e comparam-se os coeficientes de mortalidade (CM observados para o período de 1993 a 1996 em indivíduos com graus diferentes de tolerância à glicose. MATERIAL E MÉTODO: Nesse estudo, em 1993, a coorte era composta por 530 nipo-brasileiros (236 issei e 294 nisei, de ambos os sexos, com idade entre 40 e 79 anos, sendo que 91 indivíduos (17% foram classificados como diabéticos não dependentes de insulina (DMNDI, 90 (17% como portadores de tolerância à glicose diminuída (TGD e 349 (66% como normais quanto à tolerância à glicose. Em 1996 foram identificados os óbtos ocorridos e obtidas informações dos familiares e dos certificados de óbito para o registro da data e da causa da morte. Calcularam-se, para os três grupos de indivíduos, os CM brutos e ajustados, por todas as causas e por causas específicas (doenças circulatória e renal. O modelo de Cox foi utilizado para a comparação dos CM ajustados segundo idade, sexo, geração, creatinina sérica, presença de hipertensão arterial, de dislipidemia e de obesidade. RESULTADOS E CONCLUSÕES: As razões entre os CM brutos de indivíduos diabéticos e normais foram 2,95 (IC 95%: 1,10 -7,62 para os óbitos ocorridos por todas as causas e 4,75 (IC 95%: 1,31 - 16,48 para os óbitos por causas específicas. Não foram observadas diferenças estatisticamente significantes entre os CM brutos de indivíduos com TGD quando comparados aos indivíduos normais. Após o ajuste simultâneo pelas variáveis de controle, observou-se que, entre os indivíduos diabéticos, a força de mortalidade por causas específicas foi aproximadamente 4 vezes aquela observada entre os indivíduos normais (Razão dos CM: 3,86 e IC 95%: 1,11 -13,38. Os resultados em nipo-brasileiros são consistentes com outros obtidos em populações diab

  11. Tendências na incidência e mortalidade por acidentes de trabalho no Brasil, 1998 a 2008

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flávia Souza e Silva de Almeida

    2014-09-01

    Full Text Available O objetivo do estudo foi avaliar as tendências na incidência e mortalidade por acidentes de trabalho no Brasil, de 1998 a 2008. Trata-se de estudo ecológico de séries temporais, que incluiu, para a análise, os acidentes de trabalho registrados nas estatísticas oficiais do Governo Federal. Foram calculadas as variações percentuais anuais (APC nas taxas de incidência e de mortalidade, através da modelagem pelo método Joinpoint, usando o ano calendário como variável regressora. Observou-se tendência significativa de decréscimo na taxa de incidência de acidentes de trabalho, o mesmo ocorrendo para os acidentes de trabalho típicos. Para ambos, o número de casos aumentou nesse período. O número de casos de acidentes de trabalho de trajeto e sua incidência mostraram tendência significativa de aumento. O número de óbitos e a taxa de mortalidade registraram tendência de decréscimo. São discutidos como fatores contribuintes para o declínio das taxas de incidência de acidentes de trabalho e de mortalidade por esta causa: melhoria das condições de trabalho, maior crescimento do setor de serviços do que do setor industrial, subnotificação dos acidentes de trabalho e terceirização dos serviços. O aumento dos acidentes de trabalho de trajeto sugere a influência da violência dos centros urbanos.

  12. Avanços da maricultura na primeira década do século XXI: piscicultura e carcinocultura marinha Advances in mariculture on the first decade of the XXI century: marine fish and shrimp culture

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luís André Sampaio

    2010-07-01

    Full Text Available A piscicultura marinha é um setor pouco desenvolvido na maricultura brasileira. Por vários anos foi avaliado o potencial de cultivo de algumas espécies como o robalo-peva Centropomus parallelus e o linguado Paralichtys orbignyanus. Entretanto, somente a partir do investimento sobre o bijupirá Rachycentron canadum é que empresas privadas passaram a demonstrar maior interesse na atividade. Além dos sistemas tradicionais de piscicultura, o bijupirá pode ser criado em tanques-rede oceânicos. Esta espécie apresenta crescimento rápido, atingindo entre 4 e 8 kg em um ano de vida, e carne de excelente qualidade. A carcinocultura tem sido questionada por questões ambientais, uso de insumos como farinha e óleo de peixe e disseminação de doenças. A criação de camarões em sistemas sem renovação de água "ZEAH" (Zero Exchange, Aerobic, Heterotrophic Culture Systems ou cultivo em meio aos Bioflocos (BFT aplica métodos que minimizam estes problemas, contribuindo para uma maricultura mais saudável.Marine fish culture is still in its infancy in Brazil. For several years the snook Centropomus parallelus and the flounder Paralicithys orbignyanus were considered for aquaculture, but their commercial application has not yet been achieved. However, once technology for culture of cobia Rachycentron canadum became available, several private companies showed interest for marine fish culture. Besides traditional rearing technologes, cobia is suitable for open ocean culture in cages. This species shows fast growth rates, fish can achieve 4 or 8 kg within one year of age and its flesh is highly appreciated. Shrimp farming has been questioned for environmental issues, use of fish oil and fish meal, and spreading diseases. Rearing shrimp in systems without water exchange, know as ZEAH (Zero Exchange Aerobic Heterotrophic Culture systems or bioflocs applies methods that minimize these problems, contributing for the development of sustainable shrimp

  13. AVALIAÇÃO DA INFLUÊNCIA DO ABANDONO DA ASSISTÊNCIA PRÉ-NATAL NA MORTALIDADE FETAL E NEONATAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raimundo Nonato Silva Gomes

    2017-04-01

    Full Text Available Objetivo: Avaliar a influência do abandono da assistência pré-natal na mortalidade fetal e neonatal. Métodos: Estudo avaliativo, descritivo–exploratório, de cunho documental, com abordagem quantitativa, realizado de outubro a novembro de 2014. Utilizou-se como fonte de dados, 400 declarações de óbitos e 400 fichas de investigação de óbitos fetais e neonatais, ocorridos e notificados nos anos de 2010 a 2013. Foram analisados por meio do Statistical Package for the Social Sciences, para obtenção das frequências absolutas e relativas, variáveis nominais e numéricas e Qui-quadrado de Person. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Estadual do Maranhão (CAAE 26463814.2.0000.5554. Resultados: Quando avaliado a correlação entre o abandono do pré-natal e a mortalidade fetal e neonatal, observou-se que a mortalidade de fetos/neonatos de genitoras que abandonaram o pré-natal foi um evento crescente. Conclusão: Pôde-se confirmar a influência direta do abandono do pré-natal na mortalidade fetal e neonatal.

  14. Extra and intracelular activities of carbonic anhydrase of the marine microalga Tetraselmis gracilis (Chlorophyta Atividade extra e intracelular da Anidrase Carbônica na microalga marinha Tetraselmis gracilis (Chlorophyta

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marilda Rigobello-Masini

    2003-07-01

    Full Text Available The activities of extra and intracellular carbonic anhydrases (CA were studied in the microalgae Tetraselmis gracilis (Kylin Butcher (Chlorophyta, Prasinophyceae growing in laboratory cultivation. During ten days of batch cultivation, daily determinations of pH, cell number, enzymatic activity, and total dissolved inorganic carbon (DIC, as well as its main species, CO2 and HCO3-, were performed. Enzymatic activity increased as the growing cell population depleted inorganic carbon from the medium. Carbon dioxide concentration decreased quickly, especially in the third day of cultivation, when a significant increase of the intracellular enzymatic activity was observed. Bicarbonate concentration had its largest decrease in the cultivation medium in the fourth day, when the activity of the extracellular enzyme had its largest increase, suggesting its use by the alga through CA activity. After the fourth cultivation day, half of the cultures were aerated with CO2-free atmospheric air, which caused an increase in the total and external activity of the enzyme, although, in this condition, the stationary growth phase began earlier than in cultures aerated with atmospheric air. The pH of the media was measured daily, increasing from the first to the fourth day, and remaining almost constant until the end of the cultivation. Algal material transferred to the dark lost all enzymatic activity.As atividades da Anidrase Carbônica (AC extra e intracelular foram estudadas na microalga marinha Tetraselmis gracilis (Kylin Butcher (Chlorophyta, Prasinophyceae crescendo em cultivos laboratoriais. Durante dez dias de cultivo, determinações diárias do pH, número de células, atividades enzimáticas, carbono inorgânico total dissolvido (CID e suas principais espécies CO2 e HCO3- foram feitas. A atividade enzimática aumentou na medida em que a população celular em crescimento retirava carbono inorgânico do meio de cultivo. A concentração de dióxido de

  15. Fatores de erros na mensuração da mortalidade infantil Error factors in the measurement of infant mortality

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ruy Laurenti

    1975-12-01

    Full Text Available Dentre os indicadores de saúde tradicionalmente utilizados a mortalidade infantil destaca-se como um dos mais importantes. Frequentemente é utilizada por profissionais de saúde pública na caracterização do nível de saúde e em avaliações de programas. Existem, porém, vários fatores de erros que afetam o seu valor e dentre esses são destacados: a definição dos nascidos vivos e sua aplicação na prática, o sub-registro de óbito e de nascimento, o registro do óbito por local de ocorrência, a definição de nascido vivo no ano e a declaração errada na idade. Existem também erros qualitativos que dizem respeito, principalmente, a declarações erradas da causa de morte. Vários desses fatores foram medidos para São Paulo.Among the traditionally used health indices the infant mortality rate is distinguished as the most important one. Frequently it is used by the public health professionals for health level characterization and for the evaluation of programmes. There are, however, several error factors that affect its value, among which are the live birth definition and its true use; underregistration of deaths and births; the death register by place of occurrence; live birth definition in the year, and the wrong age information. There are also qualitative errors due to wrong information as regards the causes of death. Several of these factors were discussed for S. Paulo.

  16. Fatores de mortalidade em micro e pequenas empresas: um estudo na região central do Rio Grande do Sul

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sidineia Santini

    2015-04-01

    Full Text Available As micro e pequenas empresas assumem papel importante para as economias locais e regionais. Grande parte desses empreendimentos não consegue prosperar e se manter no mercado por mais de meia década, apresentando mortalidade precoce. Mediante a isto, o presente trabalho é caracterizado como uma survey descritiva, visto que se consideram, no mesmo, os principais passos para esclarecimento a respeito de sobrevivência das micro e pequenas empresas. Desta forma, o objetivo foi identificar os fatores causadores da mortalidade dessas empresas na região central do estado do Rio Grande do Sul. Para tanto, a pesquisa agregou uma amostra de 60 empreendimentos. Utilizou-se para a coleta dos dados um questionário estruturado, no qual se identificou onze principais fatores causadores da mortalidade das empresas. Concluiu-se que existe relação entre os fatores encontrados na pesquisa com resultados obtidos por outros autores em estudos anteriores.

  17. Mortalidade por homicídios no Brasil na década de 90: o papel das armas de fogo

    OpenAIRE

    Peres,Maria Fernanda Tourinho; Santos,Patrícia Carla dos

    2005-01-01

    OBJETIVO: Descrever a evolução da mortalidade por homicídio no Brasil, na década de 1990, buscando analisar a contribuição das armas de fogo. MÉTODOS: Estudo ecológico descritivo de série temporal para o período 1991 a 2000. Dados sobre óbitos por causas externas, segundo local de residência, foram obtidos para a população total e grupos de sexo. A fonte de dados utilizada foi o Sistema de Informação sobre Mortalidade do Ministério da Saúde (SIM/Datasus). Os homicídios foram classificados em ...

  18. Mortalidade por homicídios no Brasil na década de 90: o papel das armas de fogo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Peres Maria Fernanda Tourinho

    2005-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever a evolução da mortalidade por homicídio no Brasil, na década de 1990, buscando analisar a contribuição das armas de fogo. MÉTODOS: Estudo ecológico descritivo de série temporal para o período 1991 a 2000. Dados sobre óbitos por causas externas, segundo local de residência, foram obtidos para a população total e grupos de sexo. A fonte de dados utilizada foi o Sistema de Informação sobre Mortalidade do Ministério da Saúde (SIM/Datasus. Os homicídios foram classificados em homicídios por armas de fogo, por outros instrumentos e por meios não especificados. Foram calculados a mortalidade proporcional e os coeficientes de mortalidade (/100.000 habitantes. RESULTADOS: Os homicídios foram responsáveis por 33% dos óbitos por causas externas na década de 1990. As armas de fogo contribuíram com mais de 50% dos casos já em 1991, e com cerca de 70% no ano 2000. Esse crescimento ocorreu em ambos os grupos de sexo e em todas as capitais. O coeficiente de mortalidade por homicídio cresceu 27,5%, sendo que o incremento nos homicídios cometidos com armas de fogo foi de 72,5%. No período houve uma queda nos casos decorrentes de instrumentos não especificados, o que pode explicar parte do incremento observado para os homicídios com armas de fogo. CONCLUSÕES: Os dados indicam significativa contribuição das armas de fogo para o crescimento dos homicídios na década de 1990. Problemas na qualidade das informações, tanto no que se refere às mortes com intencionalidade indeterminada como ao tipo de instrumento utilizado, prejudicaram a análise dos dados.

  19. Seaweed flour (“Lithothamnium calcareum” as a mineral supplement in the bone healing of a cortical autograft in dogs Farinha de algas marinhas (“Lithothamnium calcareum” como suplemento mineral na cicatrização óssea de autoenxerto cortical em cães

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Emanoel Ferreira Martins Filho

    2010-03-01

    Full Text Available The influence of the seaweed flour (Lithothamnium calcareum was evaluated as a mineral supplement in during healing of bone failure reconstructed with a cortical autograft. Ten adult male mongrel dogs, weighing between 10 and 15kg, were used. The graft made of a cilinder block of the cortical bone was obtained by the ulna proximal diaphysis by ostectomy with a trephine of eight millimeters. In the same way, it was created a bone failure located in the middle-skull region of the proximal diaphysis of the ipsolateral tibia, and it served as a receptor bed. Two experimental groups were formed randomly, with five animals each. One group received a daily mineral supplement of seaweed flour for 30 consecutive days, and the other served as a control group. Clinical, radiological, and histopatological evaluations of bone healing were performed. Mineral supplementation with seaweed flour (Lithothamnium calcareum contributed to a better cicatricial performance, since both the degree of radiopacity and the number of osteoclasts were higher in treated animals.Foi avaliada, em cães, a influência da farinha de algas marinhas (Lithothamnium calcareum como suplemento mineral na cicatrização de falha óssea cortical reconstituída com autoenxerto cortical. Foram utilizados dez cães adultos, machos, sem raça definida, com peso entre 10 e 15kg. O enxerto, constituído de um bloco cilíndrico de osso cortical foi obtido da diáfise proximal da ulna, mediante ostectomia com trefina de oito milímetros de diâmetro. Igualmente criada, a falha óssea, localizada na região crânio-medial da diáfise proximal da tíbia ipsolateral, serviu como leito receptor. Efetuou-se separação aleatória em dois grupos experimentais, com cinco animais cada. Um grupo recebeu suplementação mineral diária à base de farinha de algas marinhas por 30 dias consecutivos, e o outro serviu como controle. Foram feitas avaliações clínicas, radiográficas e histopatológicas da

  20. Impacto da vacinação contra influenza na mortalidade por doenças respiratórias em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Priscila Maria Stolses Bergamo Francisco

    2005-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: As doenças respiratórias, particularmente as infecciosas, vêm se tornando cada vez mais representativas na morbi-mortalidade da população idosa. O objetivo do estudo foi analisar a tendência de mortalidade por doenças respiratórias e observar o impacto da vacinação contra influenza nos coeficientes de mortalidade. MÉTODOS: O estudo foi realizado no período de 1980 a 2000 em idosos residentes no Estado de São Paulo, utilizando-se dados de mortalidade do Sistema de Informações de Mortalidade do Ministério da Saúde. Trata-se de estudo ecológico de séries temporais. Foram analisadas as tendências das taxas padronizadas de mortalidade por doenças respiratórias infecciosas, segundo faixas etárias (60 a 64, 65 a 69, 70 a 74, 75 a 79 e 80 ou mais anos e sexo, por meio de modelos de regressão polinomial. Foram calculados intervalos de confiança para a resposta média esperada nos anos subseqüentes à intervenção. RESULTADOS: Os coeficientes aumentaram para ambos os sexos na população idosa. Após a intervenção nota-se tendência ao declínio dos indicadores de mortalidade. Para a população idosa masculina, o coeficiente médio no período de 1980 a 1998 foi de 5,08 óbitos por mil homens com aumento linear não constante de 0,13 ao ano; em 2000, o coeficiente observado foi de 4,72 óbitos por mil homens. Já para as mulheres de 60 anos e mais, o coeficiente anual médio foi de 3,18 óbitos por mil mulheres com incremento não constante de 0,08 ao ano; no ano de 2000 o coeficiente observado foi 2,99 óbitos por mil mulheres, além da redução significativa dos mesmos em todas as faixas etárias. CONCLUSÕES: Os dados indicam a importância das doenças respiratórias entre os idosos e sugerem que a proteção específica contra influenza tem se refletido positivamente na prevenção da mortalidade por essas doenças.

  1. A Marinha Brasileira no inicio do século XX: tecnologia e política

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Miguel Arias Neto

    2014-07-01

    Full Text Available Este artigo  analisa a literatura que aborda a questão da Marinha Brasileira ao final do século XIX e no início do XX. Tal literatura possui duas vertentes a monarquista e a republicana, ambas advogando medidas de reestruturação da Marinha. Por outro lado, o trabalho analisa ainda as medidas efetivamente tomadas ou não pelos sucessivos governos republicanos, até o ano de 1910, com o objetivo de promover as reformas necessárias à adequação da Marinha aos novos tempos, novas tecnologias e novas sociabilidades. O fim da escravidão, a Revolta da Armada, a corrida armamentista internacional e a que terminou por se estabelecer entre o Chile, a Argentina e o Brasil, na América do Sul, permitem compreender tanto as propostas aventadas como os limites das reformas encetadas.

  2. Declínio e desigualdades sociais na mortalidade infantil por diarréia Decline and social inequalities of infant mortality from diarrhea

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Zuleica Antunes Guimarães

    2001-10-01

    Full Text Available Este estudo ecológico, temporal e espacial descreve a evolução da mortalidade infantil por doenças infecciosas intestinais (DII em Salvador, Bahia, no período de 1977 a 1998 e a distribuição dessa mortalidade segundo condições de vida, em 1991. As Zonas de Informação (ZI, da cidade, foram agrupadas segundo um índice de condições de vida (ICV, em quartis. Foram calculados os seguintes indicadores: Mortalidade Infantil Proporcional (MIP, Coeficiente de Mortalidade Infantil (CMI e Razão de Mortalidade pela referida causa. A análise dos dados foi feita através do cálculo de médias móveis e do teste de qui-quadrado de tendência. Entre 1977 e 1998 o CMI/DII reduziu-se em 91,9%. A razão entre o CMI/DII do estrato de condições de vida "elevadas" para aquele onde as mesmas eram "muito baixas" foi de 1,9 e a MIP foi mais elevada onde eram piores as condições de vida o que requer reorientação das políticas de controle do problema na direção do enfrentamento das causas.This ecological study describes the temporal trend from 1977 to 1998, and spatial patterns of infant mortality from diarrhea in the city of Salvador, Bahia State, Brazil. The annual proportional of infant mortality and specific-cause mortality rate were estimated. Spatial units of geographical zones within the city's urban area were utilized for administrative purposes, which were aggregated according to quartile of living conditions indicators. Over the study period, the diarrhea-induced infant mortality rate decreased 91.9%. The mortality risk from diarrhea in the lowest living condition strata was 90% greater than in the highest conditions. Also, infant mortality due to diarrhea increases proportionally as living conditions worsen, which necessitates a review of the control policies concerning this important public health problem. Although the infant mortality rate declined during the study period, social inequalities related to infant mortality due to

  3. A amamentação na primeira hora de vida e mortalidade neonatal Breastfeeding during the first hour of life and neonatal mortality

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiano Siqueira Boccolini

    2013-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a correlação entre o percentual de amamentação na primeira hora de vida e as taxas de mortalidade neonatal. MÉTODOS: Foram utilizados dados secundários de 67 países obtidos das pesquisas realizadas com a metodologia do Demographic and Health Surveys. Inicialmente, para a análise dos dados, foram empregadas a Correlação de Spearman (IC 95% e a análise gráfica com modificação de Kernel, seguidas de regressão de Poisson Binomial Negativa, ajustando para possíveis fatores de confundimento. RESULTADOS: O percentual de aleitamento materno na primeira hora de vida esteve negativamente associado com as taxas de mortalidade neonatal (Rho = -0,245, p = 0,046, e esta correlação foi mais forte entre os países com mortalidade neonatal superior a 29 mortes/1.000 nascidos vivos (Rho = -0,327, p = 0,048. Os países com os menores tercis de aleitamento materno na primeira hora de vida tiveram uma taxa 24% maior de mortalidade neonatal (razão de taxa = 1,24, IC 95% = 1,07-1,44, mesmo ajustando para fatores de confundimento. CONCLUSÃO: O efeito protetor da amamentação na primeira hora de vida sobre a mortalidade neonatal encontrado nesse estudo ecológico é consistente com o de estudos observacionais, e aponta para a importância de se adotar a amamentação na primeira hora de vida como prática de atenção neonatal.OBJECTIVE: To analyze the correlation between breastfeeding in the first hour of life with neonatal mortality rates. METHODS: The present study used secondary data from 67 countries, obtained from the Demographic and Health Surveys. Initially, for data analysis, Spearman Correlation (95% CI and Kernel graphical analysis were employed, followed by a Negative Binomial Poisson regression model, adjusted for potential confounders. RESULTS: Breastfeeding within the first hour of life was negatively correlated with neonatal mortality (Spearman's Rho = -0.245, p = 0.046, and this correlation was stronger among

  4. Diferenciais entre homens e mulheres na mortalidade evitável no Brasil (1983-2005 Gender differences in avoidable mortality in Brazil (1983-2005

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daisy Maria Xavier de Abreu

    2009-12-01

    Full Text Available O objetivo do estudo foi analisar a mortalidade de homens e mulheres em municípios brasileiros entre 1983 e 2005, segundo três grupamentos de causas de morte evitáveis: evitáveis por diagnóstico e tratamento precoce, evitáveis por melhoria no tratamento e na atenção médica e doença isquêmica do coração. A associação entre a mortalidade evitável e as variáveis selecionadas foi realizada usando-se o modelo de regressão binomial negativa. Avaliou-se a magnitude da incidência das causas evitáveis na esperança de vida por meio da técnica de tábua de mortalidade de múltiplo decremento. Os homens apresentaram um risco maior de morrer em relação às mulheres para os grupos de causas evitáveis estudados, após controle de variáveis selecionadas. O ganho na esperança de vida ao nascer é sempre maior para as mulheres, com um aumento de até 5 anos para elas, ao eliminar as causas evitáveis por diagnóstico e tratamento precoce. Deve-se avançar na análise de fatores relacionados à questão de gênero, que podem estar associados ao risco diferenciado de morte entre os sexos.The aim of the article was to analyze gender differences in mortality in 117 Brazilian municipalities from 1983 to 2005, based on three groups of causes of avoidable death: (1 avoidable through early diagnosis and treatment, (2 avoidable by improvements in quality of treatment and medical care, and (3 ischemic heart disease. The association between avoidable mortality and demographic and socioeconomic conditions and healthcare variables was analyzed through negative binomial regression. The multiple decrement technique was used to evaluate the impact of avoidable causes on life expectancy for men and women. Men showed a higher risk of death for all three groups of avoidable causes, after controlling for selected variables. Women would gain more than men, with an increase of up to five years in life expectancy, if avoidable causes were eliminated by

  5. A Biblioteca da Real Academia dos Guardas-Marinha: a constituição e organização de um acervo especializado mediada pela formação profissional do oficialato militar-

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos André Lopes da Silva

    2014-07-01

    Full Text Available Em 1802, era criada uma biblioteca para prover lentes e alunos da Real Academia dos Guardas-Marinha, instituição militar de ensino que formava o oficialato empregado na Marinha portuguesa, de saberes diversos relacionados com a atividade de uma marinha de guerra. Com a vinda daquela Academia junto com a Corte, a Biblioteca dos Guardas-Marinha tornou-se a primeira biblioteca pública a funcionar no Rio de Janeiro. Contudo, é a organização temática estabelecida pelo seu primeiro diretor que demonstra o entrelaçamento entre conteúdos científicos e artes mecânicas na formação profissional do oficialato militar-naval no período joanino.

  6. A relação capacidade inspiratória / capacidade pulmonar total (IC/TLC é preditiva da mortalidade na DPOC

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    C. Casanova

    2005-07-01

    Full Text Available Resumo: Foram estudados em dois centros americanos (Flórida e Boston e dois espanhóis (Saragoça e Tenerife 689 doentes entre Dezembro de 1995 e Agosto de 2003, com uma média de estudo de 34 meses.A definição de DPOC foi: exposição tabágica> 20 UMA e FEV1/FVC pós-broncodilatador 25% estavam 58% dos doentes e abaixo de 25% os restantes (42%.A mortalidade nos doentes com IC/TLC 25%.O índice BODE, TM6m, IC/TLC e índice de Charlson foram os melhores preditores de mortalidade global e estes mais a dispneia (MRC para mortalidade de causa respiratória. A relação IC/TLC foi independente do índice BODE como factor preditivo de mortalidade. A correlação entre IC/TLC, MRC e TM6m foi significativa mas não superior à obtida para o FEV1, o que significa que IC/TLC traduz alteração funcional pulmonar, mas de uma forma diferente da do FEV1. Também IC/TLC se correlaciona melhor com o BMI do que FEV1, reflectindo melhor o impacto da gravidade da DPOC.Uma vez que IC/TLC é um excelente parâmetro preditivo de mortalidade, poderá ser esta a explicação para a redução na mortalidade dos doentes que efectuaram cirurgia de redução de volume no estudo NETT.Por último, Celli e o seu grupo propõem que a relação IC/TLC seja designada por «Fracção Inspiratória» por analogia com a “Fracção de Ejecção” utilizada pela cardiologia e de elevado significado clínico.Assim, estes autores recomendam a medição de IC/ /TLC ou Fracção Inspiratória com os outros parâmetros funcionais clássicos para uma avaliação correcta dos doentes com DPOC.

  7. O impacto da obesidade na morbi-mortalidade de pacientes submetidos à cirurgia de revascularização miocárdica = Impact of obesity in morbity and mortality of patients submitted to myocardial revascularization surgery

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guaragna, Luciana Parareda

    2008-01-01

    Conclusões: neste estudo a obesidade aumentou o risco das seguintes complicações no pós-operatório de cirurgia de revascularização do miocárdio: mediastinite, tromboembolia pulmonar e síndrome da resposta inflamatória sistêmica. Não houve aumento estatisticamente significativo na mortalidade

  8. Tendência temporal da mortalidade por homicídios na cidade de São Paulo, Brasil, 1979-1994

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rita Barradas Barata

    Full Text Available Estudou-se a tendência da mortalidade por homicídios segundo sexo e idade na cidade de São Paulo entre 1979 e 1994, utilizando modelos de ajuste de tendência temporal selecionados com base na significância de beta e valor de R², e análise de resíduos pela técnica de box and whisker plot. A mortalidade por homicídios em São Paulo passou de 12,2 óbitos por 100.000 hab. em 1979 para 34,2 em 1994, apresentando crescimento linear de 1,17 ao ano. O mesmo comportamento é observado em ambos os sexos, embora as taxas para os homens sejam cerca de 14 vezes maiores, denotando a deterioração das condições de vida urbana. Tanto os menores de dez anos como os maiores de 60 anos apresentam taxas constantes no período em valores relativamente baixos. O grupo de 10 a 19 anos apresenta crescimento das taxas segundo o modelo multiplicativo (incrementos 132,55. Os adultos jovens de 20 a 39 anos apresentam taxas crescentes durante todo o período, segundo o modelo linear, enquanto os adultos de 40 a 59 anos apresentam crescimento segundo o modelo recíproco. Observa-se, assim, que cada grupo de idade e sexo apresenta tendência temporal peculiar no período considerado.

  9. Tendência da mortalidade por suicídio na população brasileira e idosa, 1980-2006

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Cecília de Souza Minayo

    2012-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever a mortalidade por suicídio no Brasil, com destaque para a população idosa. MÉTODOS: Análise temporal e estudo de tendência por regressão polinomial de suicídios na população acima de dez anos no Brasil e no Estado do Rio de Janeiro de 1980 a 2006. Os dados foram extraídos do Sistema de Informações sobre Mortalidade e as taxas, calculadas segundo sexo e faixa etária, considerando-se a população residente fornecida pelo Datasus por 100 mil habitantes. Para os anos de 1980 a 1995, utilizou-se a nona revisão da Classificação Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde, e para 1996 a 2006, a décima revisão. RESULTADOS: Crescimento significativo foi observado nas taxas de suicídio na população brasileira e no Rio de Janeiro (5,7 e 3,1 para cada 100 mil habitantes, respectivamente em 2006. Esse incremento ocorreu pelo aumento dos suicídios na população masculina em todas as idades. A curva crescente aconteceu principalmente entre homens maiores de 60 anos. O incremento não foi estatisticamente significativo entre homens e houve decréscimo entre mulheres no Rio de Janeiro. Os principais meios de suicídio utilizados pelos homens foram enforcamento, sufocação, estrangulamento e armas de fogo. Para as mulheres, o enforcamento também ocupou a primeira posição, seguido pela ingestão de substâncias, atiramento ao fogo e precipitação de altura. A elevada taxa de indefinição dos meios ressaltou problemas na qualidade dos dados. CONCLUSÕES: Suicídios são eventos significantes na população masculina, sobretudo entre homens idosos, ao longo do tempo. No Rio de Janeiro, as taxas entre homens idosos também são maiores, mas não estatisticamente significantes. Segundo a Organização Mundial da Saúde e o Ministério da Saúde, o suicídio é passível de prevenção e existem cuidados preconizados para cada grupo etário.

  10. Práticas Estratégicas de Orçamentação e Faturamento na Administração Pública: Um Estudo de Caso na Marinha do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise de Almeida Pereira

    2016-06-01

    Full Text Available Nas organizações públicas da administração direta a disponibilidade de recursos financeiros é baseada nos recursos orçamentários a elas destinados anualmente; o processo para utilização dos recursos é definido em legislação e pode ser moroso; e os recursos financeiros não utilizados em um exercício social não são alocados ao exercício subsequente, prejudicando o processo de planejamento de longo prazo. Esse contexto de restrições à ação torna-se particularmente complexo para organizações que atuam na área de Ciência, Tecnologia & Inovação, a exemplo do CASNAV, que pertence à estrutura organizacional da MB e desenvolve projetos de duração continuada, normalmente executados conforme disponibilidade de recursos, principalmente, financeiros. Assim, o objetivo da pesquisa foi analisar como são formadas as práticas estratégicas de orçamentação e faturamento do CASNAV, de forma a lidar com as restrições e regras da administração pública, segundo a percepção dos praticantes envolvidos no processo. Este estudo baseou-se na perspectiva de estratégia como prática social e foi focado no modelo de Whittington (2006. O estudo de caso único teve uma natureza descritiva e a coleta dos dados foi feita mediante entrevistas, observação e análise de documentos e os dados foram tratados pela técnica de análise de conteúdo. Dentre os principais resultados, destaca-se que: (a a formação das práticas estratégicas está diretamente ligada ao processo de interação com os clientes (b a flexibilidade para lidar com as restrições orçamentárias ou financeiras está em grande parte relacionada às necessidades dos clientes; e (c a prática de orçamentação e faturamento é viabilizada, principalmente, pela formalização das atribuições dos praticantes envolvidos no processo, pela proatividade e interação com os clientes e pelas competências gerenciais desenvolvidas internamente.

  11. Desigualdades raciais na mortalidade de mulheres adultas no Recife, 2001 a 2003 Racial inequality in the mortality of adult women in Recife, 2001-2003

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sony Maria dos Santos

    2007-08-01

    Full Text Available As desigualdades raciais, resultantes dos efeitos da exclusão social, são influenciadas pela prática de preconceitos e discriminações. O termo raça pode ser entendido como identidade coletiva ou consciência política que constrói uma auto-estima socialmente positiva. Objetivou-se caracterizar desigualdades raciais na mortalidade de mulheres adultas negras e brancas, residentes em Recife, entre 2001 e 2003. No estudo, tipo transversal, incluíram-se 2.943 óbitos de mulheres de 20 a 59 anos, captados no Sistema de Informação sobre Mortalidade, com raça/cor branca e negra (preta + parda, analisando-se a mortalidade proporcional, coeficientes de mortalidade e razões de taxas. O risco de morte de negras foi 1,7 vezes superior ao de brancas. Entre as negras identificou-se maior risco de morte em todas as faixas etárias e maior proporção de óbitos em hospitais do SUS, de mulheres sem companheiro e que exerciam serviços/atividades domésticas. Quanto às causas básicas, observaram-se maiores coeficientes de mortalidade em todos os capítulos e causas específicas, exceto por neoplasias na faixa de 20 a 29 anos e por câncer de mama nas faixas de 30 a 39 e 50 a 59 anos. Entre negras e brancas, quanto menor a idade, maior a desigualdade do risco de morte por causas externas. Em negras, ressalta-se o maior risco de morte por homicídios; acidentes de transporte; doenças isquêmicas do coração, cerebrovasculares e hipertensivas; diabetes e tuberculose. Os achados revelam iniqüidades na saúde das mulheres negras, decorrentes da violação de direitos que dificultam a ascensão social e o acesso a condições dignas de saúde.Racial inequalities are effects of social exclusion, being influenced by prejudice and discrimination. The term race is used here meaning group identity or political perception of sharing a particular racial heritage, which builds a positive social self-esteem. The study aimed to characterize the mortality pattern

  12. Valor preditivo da frequência cardíaca em repouso do teste ergométrico na mortalidade Valor predictivo de la frecuencia cardíaca en reposo del test ergométrico en la mortalidad Predictive value of resting heart rate for cardiovascular and all-cause mortality

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jaqueline Eilert Fagundes

    2010-12-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A frequência cardíaca em repouso (cuja média está entre 60 e 80 bpm é uma das mais simples variáveis cardiovasculares e tem sido considerada como um preditor de mortalidade cardiovascular e geral. OBJETIVO: Avaliar o valor preditivo da frequência cardíaca em repouso (FCR, antes do teste ergométrico (TE, na mortalidade cardiovascular (CV e geral. MÉTODOS: Estudo de caso-controle, que utilizou informações contidas nos bancos de dados do laboratório de ergometria de um hospital especializado em cardiologia e os registros de óbitos da Secretaria da Saúde em uma cidade do sul do Brasil, de janeiro de 1995 a junho de 2007. Foram analisados 7.055 pacientes, sendo 1.645 (23,3% do grupo caso (óbitos e 5.410 (76,7% do grupo controle (vivos. Foi calculado o ponto de corte da FCR para mortalidade, através da curva ROC e realizada a análise multivariada para as variáveis selecionadas. Os desfechos foram mortalidade CV e geral. RESULTADOS: A incidência de mortalidade CV foi de 674 casos (9,5%; a FCR > 78 bpm foi o ponto de corte. Após ajustado para as variáveis selecionadas, o odds ratio (OR para FCR > 78 bpm foi de 3,5 (IC 95% = 2,9 - 4,2 para mortalidade CV e 3,6 (IC 95% = 3,2 - 4,0 para mortalidade geral. CONCLUSÃO: A FCR > 78 bpm é um preditor independente de mortalidade cardiovascular e geral.FUNDAMENTO: La frecuencia cardíaca en reposo (cuya media está entre 60 y 80 lpm es una de las más simples variables cardiovasculares y ha sido considerada como un predictor de mortalidad cardiovascular y general.' OBJETIVO: Evaluar el valor predictivo de la frecuencia cardíaca en reposo (FCR, antes del test ergométrico (TE, en la mortalidad cardiovascular (CV y general. MÉTODOS: Estudio de caso-control, que utilizó informaciones contenidas en los bancos de datos del laboratorio de ergometría de un hospital especializado en cardiología y los registros de óbitos de la Secretaría de Salud en una ciudad del sur del Brasil

  13. Valor preditivo dos escores de SNAP e SNAP-PE na mortalidade neonatal Predictive value of SNAP and SNAP-PE for neonatal mortality

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rita C. Silveira

    2001-12-01

    Full Text Available OBJETIVOS: avaliar os escores SNAP e SNAP-PE como preditores de mortalidade neonatal na nossa UTI neonatal, comparando seus resultados. MÉTODOS: todos os recém-nascidos admitidos na UTI neonatal no período de março de 1997 a dezembro de 1998 foram avaliados prospectivamente quanto ao SNAP e SNAP-PE com 24 horas de vida. Foram critérios de exclusão o óbito ou alta da UTI nas primeiras 24 horas de vida, as malformações congênitas incompatíveis com a vida, e recém-nascidos transferidos de outros hospitais. RESULTADOS: 553 recém-nascidos foram incluídos, 54 faleceram. Os valores das medianas do SNAP e SNAP-PE foram mais elevados naqueles que não sobreviveram. Os recém-nascidos foram divididos em cinco faixas de gravidade crescente de SNAP e SNAP-PE. SNAP: até 6, 7-11, 12-15, 16-24, acima de 24 (mortalidade: 3%, 11%, 29%, 48%, 75%, respectivamente. SNAP-PE: até 11, 12-23, 24-32, 33-50, acima de 50 (mortalidade: 3%, 10%, 53%, 78%, 83%, respectivamente. A partir da Curva ROC, os pontos de corte foram 12 para SNAP e 24 para SNAP-PE, obtendo-se sensibilidade, especificidade, valor preditivo positivo (VPP e valor preditivo negativo (VPN para mortalidade. SNAP 12: sensibilidade 79,6%, especificidade 71,7%, VPP 23,4%, VPN 97%. SNAP-PE 24: sensibilidade 79,6%, especificidade 80%, VPP 30%, VPN 97,3%. A área abaixo da Curva ROC (Az para SNAP foi 81,4% e para SNAP-PE 85,1%, ambas estatisticamente significativas. A comparação entre as áreas das duas curvas não evidenciou diferença estatisticamente significativa. CONCLUSÕES: os escores SNAP e SNAP-PE são excelentes preditores de sobrevida neonatal, recomendamos sua utilização rotineiramente na admissão de recém-nascidos nas Unidades de Tratamento Intensivo Neonatal.OBJECTIVE: to evaluate the Score for Neonatal Acute Physiology and the Score for Neonatal Acute Physiology Perinatal Extension as neonatal mortality predictors in our neonatal intensive care unit, and to compare their

  14. The APACHE II measured on patients' discharge from the Intensive Care Unit in the prediction of mortality APACHE II medido en la salida de los pacientes de la Unidad de Terapia Intensiva en la previsión de la mortalidad APACHE II medido na saída dos pacientes da Unidade de Terapia Intensiva na previsão da mortalidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Gonzaga dos Santos Cardoso

    2013-06-01

    calibración, el análisis de la regresión linear demostró que el valor de R2 fue estadísticamente significativo. CONCLUSÍON: el AII-SALIDA fue capaz de predecir la mortalidad después de la salida de la UTI, siendo la observada discretamente mayor que la prevista, demostrando buena discriminación y buena calibración. Este sistema demostró ser útil para estratificar los pacientes con mayor riesgo de muerte después de la salida de la UTI. Este hecho merece especial atención de los profesionales de la salud, particularmente de los enfermeros, en la gestión de recursos humanos y tecnológicos para este grupo de pacientes. OBJETIVO: analisar o desempenho do Acute Physiology and Chronic Health Evaluation, medido com base nos dados das últimas 24 horas de internação na Unidade de Terapia Intensiva, nos pacientes com transferência para as enfermarias. MÉTODO: estudo observacional, prospectivo e quantitativo com dados de 355 pacientes, admitidos na Unidade de Terapia Intensiva entre janeiro e julho de 2010 que foram transferidos para as enfermarias. RESULTADOS: o poder discriminatório do índice prognóstico AII-SAÍDA demonstrou área sob a curva ROC estatisticamente significante. A mortalidade observada na amostra foi discretamente maior que a prevista pelo AII-SAÍDA, com Razão de Mortalidade Padronizada de 1,12. Na curva de calibração, a análise da regressão linear demonstrou que o valor de R2 foi estatisticamente significante. CONCLUSÃO: o AII-SAÍDA foi capaz de prever a mortalidade, após a saída da Unidade de Terapia Intensiva, sendo a observada discretamente maior que a prevista, demonstrando boa discriminação e boa calibração. Esse sistema demonstrou ser útil para estratificar os pacientes com maior risco de óbito, após a saída da Unidade de Terapia Intensiva. Tal fato merece especial atenção dos profissionais de saúde, particularmente dos enfermeiros, na gestão de recursos humanos e tecnológicos para esse grupo de pacientes.

  15. Vacina contra o vírus da influenza e mortalidade por doenças cardiovasculares na cidade de São Paulo Vacuna contra el virus de la Influenza y mortalidad por enfermedades cardiovasculares en la Ciudad de São Paulo Vaccination against the influenza virus and mortality due to cardiovascular diseases in the city of Sao Paulo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antonio de Padua Mansur

    2009-10-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A influência da vacinação contra o vírus da gripe na mortalidade por doenças cardiovasculares (DCV é controversa. OBJETIVO: Analisar a mortalidade por DCV antes e depois do início da vacinação contra a gripe na cidade de São Paulo. MÉTODOS: Analisou-se a mortalidade por doenças isquêmicas do coração (DIC, doenças cerebrovasculares (DCbV e por causas externas (CE na população da região metropolitana de São Paulo com idade > 60 anos, antes e depois do programa de vacinação contra a gripe. As estimativas da população e os dados de mortalidade foram, respectivamente, obtidos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE; www.ibge.gov.br e do Ministério da Saúde (www.datasus.gov.br para o período entre 1980 e 2006. O risco de morte foi ajustado pelo método direto, em que se utilizou a população padrão (mundial referente a 1960. RESULTADOS: As comparações entre as inclinações das linhas de regressão foram semelhantes para as DCbV (p = 0,931 e CE (p = 0,941, porém, para as DIC (p = 0,022, observou-se significativa redução da linha do período pós-vacina quando comparada com a linha do período pré-vacina. Mudança na tendência da mortalidade após 1996 foi significativa somente para as DIC (p = 0,022, permanecendo inalterada para as DCbV (p = 0,931 e CE (p = 0,941. CONCLUSÃO: A vacinação contra a gripe associou-se a significativa redução da mortalidade por DIC.FUNDAMENTO: La influencia de la vacunación contra el virus de la gripe en la mortalidad por enfermedades cardiovasculares (ECV es controvertida. OBJETIVO: Analizar la mortalidad por ECV antes y después del inicio de la vacunación contra la gripe en la ciudad de São Paulo. MÉTODOS: Se analizó la mortalidad por enfermedades isquémicas del corazón (EIC, enfermedades cerebrovasculares (ECbV y por causas externas (CE en la población de la región metropolitana de São Paulo con edad > 60 años, antes y después del

  16. Ocorrência de Vibrio vulnificus em alguns alimentos de origem marinha

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Luz Garcia Moreno

    1997-08-01

    Full Text Available Vibrio vulnificus é uma bactéria Gram-negativa que habita águas marinhas. É patogênica para o homem e a doença está associada ao consumo de frutos do mar, com aproximadamente 60% dos casos sendo fatais em pacientes imunocomprometidos. O objetivo desta pesquisa foi estudar a ocorrência de V. vulnificus em amostras de alguns alimentos de origem marinha. As amostras de ostras, mariscos e camarões foram coletadas nos períodos de abril-agosto de 1993, maio-setembro de 1994 e fevereiro de 1995. De 55 amostras de ostras, 36 (65% foram positivas para V. vulnificus; das 19 amostras de mariscos, 8 (42,1% foram positivas e das 7 amostras de camarão, 1 (4,3% foi positiva para esta bactéria. Os resultados permitiram-nos concluir que a bactéria foi recuperada durante todos os meses de análise, demonstrando que estes alimentos, principalmente quando consumidos crus, são potencialmente perigosos para os seres humanos na faixa de risco.

  17. PolissacarÃdeos de Alga Marinha Gracilaria birdiae (Plastino e Oliveira): Estrutura e AvaliaÃÃo ToxicolÃgica

    OpenAIRE

    Luciano de Sousa Chaves

    2008-01-01

    Algas marinhas sÃo seres classificados no reino protista, predominantemente aquÃticos e com grande capacidade adaptativa. Encontradas em todas as regiÃes do planeta, as algas desempenham importante papel ecolÃgico e econÃmico, representando um grande potencial de biorrecursos. A alga marinha vermelha Gracilaria birdiae, submetida à extraÃÃo aquosa de polissacarÃdeos, apresentou rendimento de 6,4% na fraÃÃo extraÃda à temperatura ambiente (25-28 ÂC) (Gb-f), e 56 % na fraÃÃo extraÃda a 100 ÂC (...

  18. Tratamento térmico de berilo incolor (goshenita) e colorido (água-marinha, heliodoro e morganita)

    OpenAIRE

    Polli, Gabriel de Oliveira

    2006-01-01

    Programa de Pós-Graduação em Evolução Crustal e Recursos Naturais. Departamento de Geologia. Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto. A comercialização de grande parte do mineral-gema berilo depende de tratamento térmico mplamente utilizado para água-marinha (azul e verde), morganita e heliodoro, com o objetivo de melhorar ou modificar a cor natural e, assim, agregar valor à gema. Na aplicação do tratamento térmico, devem ser levadas em consideração as mudanças físico-químicas ...

  19. Desigualdades na mortalidade por suicídio entre indígenas e não indígenas no estado do Amazonas, Brasil

    OpenAIRE

    Souza, Maximiliano Loiola Ponte de; Orellana, Jesem Douglas Yamall

    2013-01-01

    OBJETIVO: Analisar as taxas e algumas características da mortalidade por suicídio entre indígenas e não indígenas no Amazonas. MÉTODO: Estudo de coorte retrospectiva, em que os dados de óbito foram obtidos no Sistema de Informações sobre Mortalidade e os populacionais no Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Foram utilizados todos os registros de suicídio do período de 2006-2010 e a interpolação geométrica anual para a estimação das subpopulações. RESULTADOS: Ocorreram 688 suicídio...

  20. Desigualdades na mortalidade por suicídio entre indígenas e não indígenas no estado do Amazonas, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maximiliano Loiola Ponte de Souza

    2013-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar as taxas e algumas características da mortalidade por suicídio entre indígenas e não indígenas no Amazonas. MÉTODO: Estudo de coorte retrospectiva, em que os dados de óbito foram obtidos no Sistema de Informações sobre Mortalidade e os populacionais no Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Foram utilizados todos os registros de suicídio do período de 2006-2010 e a interpolação geométrica anual para a estimação das subpopulações. RESULTADOS: Ocorreram 688 suicídios no Amazonas, dos quais 19,0% em indígenas. A taxa ajustada de mortalidade por suicídio (TAMS nos indígenas, de 18,4/100 mil, foi 4,4 vezes superior a dos não indígenas. A TAMS em indígenas aumentou 1,6 vez em 2010 em relação a 2006. Nos municípios de Tabatinga e São Gabriel da Cachoeira, as TAMS foram muito altas, 75,8 e 41,9/100 mil, respectivamente. CONCLUSÕES: Evidenciou-se o comportamento desigual das taxas de mortalidade por suicídio entre indígenas e não indígenas, expondo não só sua importância local, como também sua invisibilidade como problema de saúde pública, principalmente entre jovens 15 e 24 anos.

  1. Mortalidade materna na cidade de Campinas, no período de 1992 a 1994 Maternal mortality in Campinas, during the period 1992 - 1994

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mary Angela Parpinelli

    1999-05-01

    Full Text Available Objetivos: identificar e investigar as causas de mortes maternas ocorridas no município de Campinas, no período de 1992 a 1994. Métodos: foram selecionadas 204 declarações de óbito (DO, cuja causa de morte foi materna declarada e/ou presumível, dentre as 1.032 DO de mulheres de 10 a 49 anos, correspondentes ao total de mortes nesta faixa etária, ocorridas no período. Realizou-se investigação complementar em prontuários hospitalares, nos Serviços de Verificação de Óbito e em domicílios. Resultados: foram confirmadas 20 mortes maternas, o que correspondeu a uma razão de mortalidade materna (RMM de 42,2 mortes por 100.000 nascidos vivos. As causas obstétricas diretas foram responsáveis por 85% dos óbitos (17 casos. As complicações do aborto foram a principal causa de morte (7 casos, seguidas por hemorragias (4 casos, pré-eclâmpsia (3 casos e infecção puerperal (3 casos. Conclusões: apesar do aparente progresso quanto à redução de óbitos maternos por síndromes hipertensivas na gravidez, que constituíam a primeira causa em períodos anteriores, não houve redução da RMM no período estudado. Passaram a predominar, entretanto, as causas relacionadas às complicações do aborto. A maior cobertura e eficiência dos programas de planejamento familiar, além da necessária implantação de real vigilância epidemiológica da morte materna, bem como proteção social mais eficiente à grávida, mãe e recém-nascidos, poderá reduzir a ocorrência de morte materna e, em especial, as decorrentes de aborto.Purpose: to identify and investigate the causes of maternal death that occurred in Campinas from 1992 to 1994. Methods: a total of 204 death certificates (DC whose causes of death were maternal (declared and/or presumed were selected among the 1032 DC's of 10 to 49 year-old women. A complementary investigation was performed consulting hospital records, Death Survey Units, and households. Results: a total of 20 maternal

  2. Câncer de mama: mortalidade crescente na Região Sul do Brasil entre 1980 e 2002 Increase in breast cancer mortality in Southern Brazil from 1980 to 2002

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andrea T. Cadaval Gonçalves

    2007-08-01

    Full Text Available O câncer de mama é apontado como o tipo de câncer mais prevalente no mundo. No Brasil, as taxas de mortalidade por câncer de mama continuam elevadas, observando-se diferenças inter-regionais. Foi realizado um estudo ecológico de série temporal (1980-2002 na Região Sul, com dados anuais do Departamento de Informação e Informática do SUS (DATASUS, para avaliar o comportamento do coeficiente de mortalidade por câncer de mama, padronizado por idade. Utilizou-se regressão linear simples e múltipla para estimar as taxas de mortalidade e as diferenças entre os três Estados. O Rio Grande do Sul parte de um patamar mais elevado e apresenta maior taxa média de mortalidade (14,45, sendo significativamente diferente (p Breast cancer is the most prevalent form of cancer in the world. Breast cancer mortality rates are high in Brazil and show striking variations between geographic regions. A time-trend ecological study was performed in Southern Brazil from 1980 to 2002. Data were collected from the Mortality Information System (Ministry of Health to assess age-standardized mortality rates. Linear regression for mortality time-trend analysis and multiple regression for mortality differences among three States were calculated. The highest mean mortality rate (14.45 was observed in Rio Grande do Sul, significantly greater (p < 0.001 than in Santa Catarina (8.93 and Paraná (9.95. An annual increase of 0.47 in the mortality rate was observed in the three States of Southern Brazil. According to these results, the South of Brazil and especially the State of Rio Grande do Sul showed a significant upward trend in breast cancer mortality. Continued efforts are needed to help explain these numbers and reverse the present situation.

  3. Mortalidade hospitalar na cirurgia de reconstrução da via de saída do ventrículo direito com homeonxerto pulmonar Hospital mortality in surgery for reconstruction outflow right ventricle with pulmonary homograft

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andrea Weirich Lenzi

    2010-03-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Mortalidade hospitalar na cirurgia de reconstrução da via de saída do ventrículo direito com homoenxerto pulmonar é variável. OBJETIVOS: Identificar os fatores de risco associados à mortalidade hospitalar e ao perfil clínico dos pacientes. MÉTODOS: Estudo de crianças submetidas à reconstrução da via de saída do ventrículo direito com homoenxerto pulmonar. Analisados como fatores de risco as variáveis clínicas, cirúrgicas e de aspectos morfológicos da prótese. RESULTADOS: Noventa e dois pacientes foram operados entre 1998 e 2005, apresentando principalmente atresia pulmonar com comunicação interventricular e a tetralogia de Fallot. Quarenta pacientes foram atendidos no primeiro mês de vida. Necessitaram de 38 cirurgias de Blalock Taussig devido à gravidade clínica. A idade mediana na cirurgia de correção total foi de 22 meses, variando de 1 mês a 157 meses. O tamanho homoenxerto pulmonar variou de 12 a 26 mm e o tempo de extracorpórea foi 132 ± 37 minutos. Após a cirurgia houve 17 óbitos (18% casos, em média 10,5 ± 7,5 dias após. A causa predominante foi falência de múltiplos órgãos. Na análise univariada entre os tipos de cardiopatia, estas deferiram na idade, momento da cirurgia, tamanho do homoenxerto, valor Z da valva pulmonar, tempo de circulação extracorpórea, manutenção da integridade do homoenxerto e alteração da árvore pulmonar. Não houve diferença estatística com relação à mortalidade hospitalar entre as variáveis e o tipo de cardiopatia. CONCLUSÃO: As cardiopatias obstrutivas do lado direito necessitam de atendimento cirúrgico nos primeiros dias de vida. A cirurgia de correção total apresenta risco de mortalidade de 18%, mas não houve associação com nenhuma variável estudada.BACKGROUND: Hospital mortality for surgical reconstruction of the outflow of the right ventricle with pulmonary homograft is variable. OBJECTIVES: To identify risk factors associated with

  4. Magnitude da mortalidade por câncer do colo do útero na Região Nordeste do Brasil e fatores socioeconômicos Magnitude of mortality from cervical cancer in the Brazilian Northeast and socioeconomic factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carmen Justina Gamarra

    2010-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a tendência temporal da mortalidade por câncer do colo do útero segundo dados de óbito corrigidos ou não e verificar a associação entre essas informações e indicadores socioeconômicos selecionados em mulheres com 20 anos ou mais residentes no Nordeste do Brasil (capital e interior no período de 1996 a 2005. MÉTODOS: Foram incluídos no estudo os óbitos por câncer do colo do útero captados do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM e aqueles identificados como sendo decorrentes dessa neoplasia após processo de correção. Através de regressão linear simples, foram analisadas as tendências temporais da mortalidade e as correlações com os indicadores socioeconômicos selecionados através de correlação de Pearson (r. RESULTADOS: As maiores taxas de mortalidade por câncer do colo do útero sem correção corresponderam às capitais e as menores foram observados no interior dos estados. Por outro lado, os maiores coeficientes de mortalidade corrigidos foram observados para o interior dos estados e os menores para as capitais, invertendo o quadro. Da mesma forma, as menores taxas de mortalidade sem correção foram observadas nos estados com maior pobreza, analfabetismo, fecundidade e mortalidade infantil, enquanto as maiores taxas de mortalidade sem correção foram observadas nas regiões com melhores indicadores sociais. As taxas corrigidas mostraram associação negativa com os indicadores que assinalam melhores condições de vida, e positiva com os indicadores que descrevem piores condições de vida. CONCLUSÕES: A utilização de dados não corrigidos de mortalidade pode levar à subestimação do câncer do colo de útero e comprometer as interpretações de análises comparativas sobre a magnitude, distribuição e fatores associados a essa doença. A magnitude desse câncer merece ser reavaliada, pelo menos no Nordeste do Brasil. Contudo, os resultados demonstram que já há resultados

  5. Evolução das desigualdades socioeconômicas na mortalidade infantil no Brasil, 1993-2008 Evolution of socioeconomic inequalities in infant and child mortality in Brazil, 1993-20

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leila Posenato Garcia

    2011-09-01

    Full Text Available No Brasil, a mortalidade infantil e na infância apresentam tendência decrescente. Poucos estudos investigaram a evolução temporal das desigualdades socioeconômicas nesses óbitos, no nível individual. O objetivo foi investigar a evolução temporal da magnitude das desigualdades na mortalidade infantil e na infância, segundo a escolaridade materna e a renda domiciliar per capita, no período 1993-2008, no Brasil. Foram utilizados microdados das Pesquisas Nacionais por Amostra de Domicílios (PNAD. A medida de desigualdade empregada foi o índice de concentração (IC, calculado para os óbitos infantis e na infância, segundo escolaridade materna e renda domiciliar per capita. No período de 1993 a 2008, houve redução das desigualdades na mortalidade infantil e na infância, no nível individual, segundo a escolaridade materna e a renda domiciliar per capita. Em 2008, a concentração dos óbitos na infância entre crianças cujas mães tinham menor escolaridade era maior do que a concentração dos óbitos infantis. Os IC segundo a renda apresentaram maior variabilidade, mas também demonstraram menor concentração dos óbitos ao final do período. A medição das desigualdades em saúde é importante para o acompanhamento da situação de saúde da população.In Brazil, infant and child mortality reveal a downward trend. Few studies have investigated the temporal trends in the inequalities of these deaths, at individual level, according to socio-economic status. The scope of this article was to investigate the temporal trends of the magnitude of inequalities in infant and child mortality, between groups defined by maternal education and household income per capita in the 1993-2008 period in Brazil. Microdata from the National Household Sample Survey were used. The inequality measure was the concentration index (CI. It was calculated for infant and child deaths, according to maternal education and household income per capita. During

  6. Um estudo acerca do uso da gestão de riscos estratégicos na auditoria de gestão da Marinha do Brasil = A study on the use of strategic risk management in audit of the Navy of Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Stella Regina Reis da Costa

    2011-03-01

    Full Text Available Em face das novas perspectivas para os trabalhos de auditoria, agora dirigidos para aspectos relacionados ao desempenho da gestão, e pela notoriedade que o debate a respeito do tema possui, a partir das determinações emanadas pelo órgão máximo de fiscalização do Poder Executivo Federal – O Tribunal de Contas da União –, determinados aspectos afetos ao alcance da excelência da gestãoganharam destaque. Neste estudo, procura-se explorar o impacto que a ferramenta de gerenciamento de riscos promove no desempenho dos processos de gestão das Unidades Jurisdicionadas da Marinha do Brasil, sob a ótica dos resultados estratégicos pretendidos pelo órgão, por meio da pesquisa bibliográfica. Diante disto, e tendo em vista as condicionantes impostas pelo Tribunal de Contas, para apresentação das prestações de contas do erário, verificou-se que a necessidade de implantação do Planejamento Estratégico nas unidades administrativas da Marinha do Brasil ficou imperiosa, que os riscos estratégicos mais relevantes dizem respeito à necessidade de pessoal e material, que os riscos operacionais devem ser acompanhados pelos gestores e que o gerenciamento dos riscos em nível estratégico irá requerer o comprometimento e o acompanhamento permanente dos altos escalões da Administração da Marinha. In the light of new perspectives for the audit work, now directed to issues related to performance management, and the notoriety that the debate on the subject has, as of determinations issued by the highest organ of supervision of the Federal Executive - The Court of Audit - affects certain aspects of the scope of management excellence gained prominence. This study attempts to explore the impact that risk management tool in promoting performance management processes of the units under the jurisdiction of the Navy of Brazil, from the perspective of the strategic outcomes sought by the agency, through the literature search. Given this, and in

  7. Impacto das malformações congênitas na mortalidade perinatal e neonatal em uma maternidade-escola do Recife Impact of congenital malformations on perinatal and neonatal mortality in an university maternity hospital in Recife

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Melania Maria Ramos de Amorim

    2006-05-01

    Full Text Available OBJETIVOS: determinar a incidência de malformações congênitas em recém-nascidos assistidos em uma maternidade-escola de Recife e avaliar o impacto destas malformações na mortalidade perinatal e neonatal. MÉTODOS: realizou-se um estudo longitudinal durante os meses de setembro de 2004 a maio de 2005, analisando-se todos os partos assistidos no Instituto Materno Infantil Prof. Fernando Figueira, IMIP. Determinou-se a freqüência e o tipo de malformações congênitas e foram calculados os coeficientes de mortalidade fetal, mortalidade perinatal, mortalidade neonatal precoce e tardia. RESULTADOS: a freqüência de malformações foi de 2,8% (em 4043 nascimentos. O percentual de malformações entre os nativivos foi de 2,7%, e entre os natimortos foi de 6,7%. Dentre as malformações, as mais freqüentes foram as do sistema nervoso central (principalmente hidrocefalia e meningomielocele, as do sistema osteomuscular e as cardiopatias. Não houve associação entre malformações e sexo, porém a freqüência de prematuridade e baixo peso foi maior entre os casos de malformações. Constatou-se, entre os malformados, mortalidade neonatal precoce de 32,7% e tardia de 10,6%. Os casos de malformações representaram 6,7% dos natimortos, 24,2% das mortes neonatais precoces e 25,8% do total de mortes neonatais. CONCLUSÕES: a freqüência de malformações correspondeu a 2,8% dos nascimentos. As malformações representaram a segunda causa mais freqüente de mortes neonatais, depois da prematuridade.OBJECTIVES: to determine the incidence of congenital malformations in newborns in a university maternity hospital in Recife and assess the impact of malformation in perinatal and neonatal mortality. METHODS: a longitudinal study was performed from September 2004 to May 2005 with all deliveries at the Instituto Materno Infantil Prof. Fernando Figueira, IMIP analyzed. The type and incidence of congenital malformations were determined, and fetal mortality

  8. Mortalidade materna na cidade de São Paulo de 1993 a 1995 Maternal mortality in São Paulo City from 1993 to 1995

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Krikor Boyaciyan

    1998-02-01

    Full Text Available Os objetivos deste trabalho foram: determinar o coeficiente de mortalidade materna para o município de São Paulo, as patologias mais freqüentes que determinaram o óbito e a distribuição por faixas etárias. Foram revisados neste estudo retrospectivo 179.872 atestados de óbito de mulheres entre 10 e 49 anos de idade abrangendo no período de abril de 1993 a dezembro de 1995.Foram selecionados 761 atestados de óbito nos quais o estado gravídico era declarado ou presumido. A gravidez foi confirmada em 291 dos 761 casos e 53 destes estão ainda sob investigação. Os dados foram tabulados, agrupados e analisados considerando a idade e a causa da morte, de acordo com a 9ª Revisão do CID - Classificação Internacional de Doenças. Dos 291 casos positivos para associação com gravidez, 82 (28,17% não apresentaram nenhuma referência a este fato no atestado de óbito (subnotificação. Dos 291 óbitos, 183 (62,9% se deveram a causas diretas, sendo a hemorragia (47/183, a pré-eclâmpsia/eclâmpsia (46/183 e as complicações do aborto (43/183 as principais patologias. Em 79 casos a causa foi indireta, sendo a cardiopatia (33/79 a principal patologia determinante do óbito. A síndrome hipertensiva (pré-eclâmpsia/eclâmpsia e/ou hipertensão arterial crônica foi responsável por 19,93% das mortes. Este estudo possibilitou calcular o Coeficiente de Mortalidade Materna para o município de São Paulo: 50,24 por 100.000 nascidos vivos.The parpose of the present report was to determine the maternal mortality rate in São Paulo, the most frequent pathologies which caused death and the distribution of cases paccording to age. In thepresent retrospective study 179,872 death certificates from April 1993 to December 1995 of women from 10 to 49 years old. Were reviewed 761 death certificates were selected, in which the pregnancy state was either declared or presumed; pregnancy was confirmed in 291/761 cases and 53/761 cases are still under

  9. Childhood and adolescent obesity and adult mortality: a systematic review of cohort studies Obesidade na infância e adolescência e mortalidade na idade adulta: uma revisão sistemática de estudos de coorte

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Adami

    2008-01-01

    Full Text Available This systematic review addressed cohort studies on obesity in childhood and adolescence and adult mortality, published from January 1990 to March 2007. We searched the PubMed database with the following uniterms: obesity, mortality, child, adolescent; obesity and mortality; overweight and mortality. References were also analyzed. The age limit was 2 to 18 years. Quality of the articles was assessed, and eight were identified and reviewed. All used weight and stature for determination of obesity, and seven used body mass index (BMI. The quality score varied from 9 to 17. Evidence of association between obesity in childhood and adolescence and adult mortality should be viewed with caution. Use of BMI and potential confounders were discussed. Further research is needed to analyze the relationship between childhood and adolescent obesity and adult mortality.Esta revisão sistemática avaliou artigos de coorte sobre obesidade na infância e adolescência e mortalidade adulta, publicados entre janeiro de 1990 e março de 2007, indexados na base de dados PubMed. Os unitermos utilizados foram: obesity, mortality, child, adolescent; obesity e mortality; overweight e mortality. Referências bibliográficas também foram analisadas. Foi utilizado limite de idade entre 2 e 18 anos. A qualidade dos artigos foi determinada por meio de metodologia apropriada para avaliação de estudos de coorte. Foram encontrados e revisados oito estudos, e todos utilizaram peso e estatura para determinação da obesidade e sete usaram o índice de massa corporal (IMC. O escore de qualidade variou de 9 a 17 (escore máximo obtido = 24. Deve ser vista com cautela a evidência sobre o aumento do risco de mortalidade na idade adulta em indivíduos com sobrepeso ou obesidade na infância e adolescência, apesar de existir tendência dessa associação para o sexo masculino. Foram discutidos uso do IMC e variáveis de confusão utilizadas nos estudos. São necessários mais

  10. Circulatory disease mortality rates in the elderly and exposure to PM2.5 generated by biomass burning in the Brazilian Amazon in 2005 Mortalidad por enfermedades cardiovasculares en los ancianos y la exposición a PM2,5 como resultado de la quema en la Amazonia brasileña en 2005 Mortalidade por doenças circulatórias na população idosa e exposição a PM2,5 em decorrência das queimadas na Amazônia brasileira em 2005

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliane Ignotti

    2013-03-01

    material particulado fino com as taxas de mortalidade por doenças circulatórias em idosos na Amazônia brasileira. Trata-se de um estudo ecológico das taxas de mortalidade por doenças circulatórias, infarto agudo do miocárdio e doença cerebrovascular em microrregiões da Amazônia brasileira. O indicador de exposição ambiental foi estimado em porcentagem de horas de PM2,5 > 25µg/m³ dividido pelo número total de horas estimadas de PM2,5 em 2005. A associação do indicador de exposição com as taxas de mortalidade por doenças do aparelho circulatório foi maior para o grupo mais idoso. A taxa de mortalidade por doença cerebrovascular não mostrou associação com indicador de exposição. As doenças do aparelho circulatório em idosos residentes na Amazônia têm sido influenciadas pela poluição atmosférica resultante das emissões causadas por incêndios.

  11. CONTRIBUIÇÕES DAS ÁREAS MARINHAS PROTEGIDAS PARA A CONSERVAÇÃO E A GESTÃO DO AMBIENTE MARINHO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jérôme FOURNIER

    2003-12-01

    Full Text Available Este artigo apresenta os diferentes aspectos da proteção do ambiente litorâneo abordando três pontos essenciais. O primeiro evoca a instalação de áreas marinhas protegidas (AMP em um contexto socioeconômico e político, destacando seu funcionamento e a noção de “ efeito reserva”. O segundo mostra a importância das AMP na proteção da biodiversidade marinha. Finalmente, o terceiro ponto exemplifica a avaliação do meio natural e aborda, de maneira geral, o valor econômico das espécies e da “Natureza” na ocorrência de degradação. Contributions of the marine protected areas for the conservation and management of the marine environment Abstract This article presents the various aspects of the littoral environmental protection by approaching three important points. The first evokes the installation of the marine surfaces protected in a socio-economic and political context. The operation of the reserves and the concept of “ reserve effect “ are explained. The second explains the interest of MPA to protect the marine biodiversity. Lastly, the third point shows the evaluation of the natural environment and more generally of the economic value of the species and “Nature” in the event of degradation.

  12. VariaÃÃo sazonal dos componentes da alga marinha vermelha Gracilaria birdiae (Plastino & Oliveira)

    OpenAIRE

    Juliana Gomes Pereira

    2009-01-01

    Algas marinhas sÃo seres classificados no reino protista, predominantemente aquÃticos e com grande capacidade adaptativa. Encontradas em todas as regiÃes do planeta, as algas desempenham importante papel ecolÃgico e econÃmico, representando um grande potencial de biorrecursos. A alga marinha vermelha Gracilaria birdiae, coletada durante doze meses, foi submetida à extraÃÃo aquosa a 100 ÂC de polissacarÃdeos e apresentou rendimento superior a 50 %, com exceÃÃo nos meses de fevereiro, setembro...

  13. Maternal mortality due to arterial hypertension in São Paulo City (1995-1999 A mortalidade materna devido a hipertensão arterial na cidade de São Paulo (1995-1999

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Eduardo Pereira Vega

    2007-01-01

    ção de sulfato de magnésio em quatro deles. As principais causas determinantes do óbito foram: o acidente vascular cerebral (44,4%, o edema agudo de pulmão (24,6% e as coagulopatias (14,1%. A cesárea foi realizada em 85 (59,9% casos e o parto vaginal em 15 (16,0%. Em 28 (19,7% casos não foi realizada nenhuma conduta para interromper a gravidez e em 14 (9,8% não se obteve relato do procedimento. CONCLUSÃO: As complicações da hipertensão arterial no ciclo gravídico-puerperal determinam altos índices de mortalidade materna na cidade de São Paulo. A realização de um pré-natal de qualidade e o atendimento apropriado da gestante hipertensa no parto e no pós-parto são medidas de fundamental importância para um melhor controle desse evento, sendo primordial para a redução dessas ocorrências.

  14. Critérios para admissão de pacientes na unidade de terapia intensiva e mortalidade Criteria for patient admissiwwon in the intensive care unit and mortality rate

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa Maria Horta Caldeira

    2010-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: O objetivo do estudo foi avaliar os critérios utilizados na prática clínica, no processo de triagem de pacientes para admissão em UTI. MÉTODOS: Estudo de coorte prospectivo, em hospital terciário. Foram comparados quatro grupos diferentes de pacientes em relação à necessidade para admissão na UTI e divididos em prioridades 1, 2, 3 e 4, ou seja, prioridade 1 mais necessária até prioridade 4, menos necessária. RESULTADOS: Incluiu-se 359 pacientes, idade 66 (53,2-75,0 anos. APACHE II foi 23 (18-30. Obtevese 70,4% de vagas cedidas na UTI. A idade foi maior nos pacientes para os quais foram recusadas vagas em UTI 66,2±16,1 vs 61,9±15,2 anos (p= 0,02 e a prioridade 1 apresentou mais vagas cedidas 39,1% vs 23,8% vagas recusadas (p=0,01, o contrário ocorreu com prioridades 3 e 4. Pacientes com prioridades 3 e 4 apresentaram maiores idade, escores prognósticos e mais disfunções orgânicas, assim como maiores taxas de recusas. Ocorreram altas mortalidades destes grupos na UTI, 86,7% vs 31,3% no grupo de prioridades 1 e 2 (pOBJECTIVE: The aim of the study was to evaluate criteria used in clinical practice, for screening of patients for ICU admission. METHODS: Cohort prospective study in a tertiary hospital. Four groups were compared in relation to ICU admission by ranking priorities into groups 1, 2, 3 and 4; highest priority 1, lowest priority 4. RESULTS: Enrolled were 359 patients, 66 (53.2-75.0 years old. APACHE II was 23 (18-30. The ICU made available 70.4% of beds. Patients who were refused beds in the ICU were older, 66.2±16.1 versus 61.9±15.2 years of age (p= 0.02 and the priority 1 group had less refusal of beds, which means, 39.1% versus 23.8% had beds refused (p=0.01. The opposite occurred with priorities 3 and 4. Patients in priority 3 and 4 showed older ages, score system and more organ dysfunctions as well as more refusals of beds. ICU mortality rates were higher for priority groups 3 and 4 when compared to 1 and

  15. Incremento na mortalidade associada à presença de diabetes mellitus em nipo-brasileiros Increase in the mortality associated with the presence of diabetes mellitus Japanese-Brazilians

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suely Godoy A. Gimeno

    1998-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Como parte de um estudo envolvendo migrantes japoneses (issei e seus descendentes (nisei, residentes na cidade de Bauru no Estado de São Paulo, descrevem-se e comparam-se os coeficientes de mortalidade (CM observados para o período de 1993 a 1996 em indivíduos com graus diferentes de tolerância à glicose. MATERIAL E MÉTODO: Nesse estudo, em 1993, a coorte era composta por 530 nipo-brasileiros (236 issei e 294 nisei, de ambos os sexos, com idade entre 40 e 79 anos, sendo que 91 indivíduos (17% foram classificados como diabéticos não dependentes de insulina (DMNDI, 90 (17% como portadores de tolerância à glicose diminuída (TGD e 349 (66% como normais quanto à tolerância à glicose. Em 1996 foram identificados os óbtos ocorridos e obtidas informações dos familiares e dos certificados de óbito para o registro da data e da causa da morte. Calcularam-se, para os três grupos de indivíduos, os CM brutos e ajustados, por todas as causas e por causas específicas (doenças circulatória e renal. O modelo de Cox foi utilizado para a comparação dos CM ajustados segundo idade, sexo, geração, creatinina sérica, presença de hipertensão arterial, de dislipidemia e de obesidade. RESULTADOS E CONCLUSÕES: As razões entre os CM brutos de indivíduos diabéticos e normais foram 2,95 (IC 95%: 1,10 -7,62 para os óbitos ocorridos por todas as causas e 4,75 (IC 95%: 1,31 - 16,48 para os óbitos por causas específicas. Não foram observadas diferenças estatisticamente significantes entre os CM brutos de indivíduos com TGD quando comparados aos indivíduos normais. Após o ajuste simultâneo pelas variáveis de controle, observou-se que, entre os indivíduos diabéticos, a força de mortalidade por causas específicas foi aproximadamente 4 vezes aquela observada entre os indivíduos normais (Razão dos CM: 3,86 e IC 95%: 1,11 -13,38. Os resultados em nipo-brasileiros são consistentes com outros obtidos em populações diab

  16. Mortalidad intrahospitalaria por accidente cerebrovascular

    OpenAIRE

    Federico Rodríguez Lucci; Virginia Pujol Lereis; Sebastián Ameriso; Guillermo Povedano; María F. Díaz; Alejandro Hlavnicka; Néstor A. Wainsztein; Sebastián F. Ameriso

    2013-01-01

    La mortalidad global por accidente cerebrovascular (ACV) ha disminuido en las últimas tres décadas, probablemente debido a un mejor control de los factores de riesgo vascular. La mortalidad hospitalaria por ACV ha sido tradicionalmente estimada entre 6 y 14% en la mayoría de las series comunicadas. Sin embargo, los datos de ensayos clínicos recientes sugieren que esta cifra sería sustancialmente menor. Se revisaron datos de pacientes internados con diagnóstico de ACV del Banco de Datos de Str...

  17. Compressão da mortalidade: um estudo da variabilidade da idade à morte na população do Estado de São Paulo, Brasil, 1980-2005 Compression of mortality: a study on the variability of age at death in the State of São Paulo, Brazil, 1980-2005

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcos Roberto Gonzaga

    2009-07-01

    Full Text Available Este trabalho analisou as mudanças na estrutura de mortalidade da população do Estado de São Paulo, Brasil, entre 1980 e 2005, na tentativa de identificar os efeitos destas mudanças na variabilidade da idade à morte. As evidências de um deslocamento da distribuição de óbitos para as idades mais avançadas foram claras, pois o tempo médio de vida da população aumentou cerca de sete anos. Buscou-se analisar se esse deslocamento foi acompanhado por uma redução na variabilidade da idade à morte, o que daria suporte para o início de um processo de compressão da mortalidade. Dois períodos distintos de mudança na variabilidade da idade à morte foram evidenciados. No primeiro (1980 a 1995, identificou-se aumento na variabilidade da idade à morte. Já no segundo (1995 a 2005 reconheceu-se tendência de redução nessa variabilidade. Estimativas acima de determinado quartil da distribuição dos óbitos por idade indicaram que o processo de compressão da mortalidade ocorreu em quase todo o período. Destaca-se que as mulheres apresentaram variabilidade da idade à morte significativamente menor que os homens em todo o período analisado.In the present study, changes in the population mortality structure in the State of São Paulo, Brazil, were analyzed from 1980 to 2005, aimed at identifying the effects of these changes on the variability of age at death. Evidence of a change in the distribution of deaths toward more advanced ages was found, and the mean lifespan for the overall population increased by seven years during the period. Two different scenarios were observed. The first (1980-1995 showed an increase in the variability of age at death. The second (1995-2005 showed a downward trend in variability. Estimates beyond a given quartile of the death distribution by age indicated that compression of mortality took place throughout the entire period. However, variability of age at death was lower for males as compared to females.

  18. Marinha mercante e construção naval mexicana e brasileira: a comparação de uma trajetória histórico-econômica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alcides Goularti Filho

    2017-08-01

    Full Text Available O objetivo deste artigo é descrever e analisar a trajetória da marinha mercante e da construção naval Brasileira e Mexicana a partir do final do século XIX até os anos 1970; numa perspectiva da história econômica. O foco principal está concentrado nos aspectos institucionais, produtivo e político, com ênfase no papel do Estado no incentivo ao desenvolvimento do setor de navegação. Além da introdução e das considerações finais, o texto está dividido em três tópicos. O primeiro analisa as diferenças e semelhanças na formação do sistema de transportes do México e do Brasil. O segundo aborda os diferentes rumos seguidos por ambos os países no seu processo de formação do sistema nacional de economia. Por fim, o terceiro analisa especificamente a trajetória do setor naval entre 1920 até 1970, destacando o papel do Estado na formulação de políticas de desenvolvimento na marinha mercante e na construção naval.

  19. Mortalidade materna e incidência de dengue na Região Sudeste do Brasil: estudo ecológico no período 2001-2005 Maternal mortality and impact of dengue in Southeast Brazil: an ecological study, 2001-2005

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anne Karin Madureira da Mota

    2012-06-01

    Full Text Available O objetivo desse estudo foi explorar a distribuição de efeitos reprodutivos em decorrência da infecção por dengue durante a gestação, entre 2001 e 2005. Foi realizado estudo epidemiológico com delineamento ecológico cujas unidades de análise foram municípios com mais de 80 mil habitantes na Região Sudeste do Brasil. Nestes, foi determinada a correlação entre a incidência de dengue em mulheres de 15 a 39 anos e indicadores selecionados de mortalidade (materna, fetal, perinatal, neonatal, neonatal precoce e infantil, por meio do coeficiente de correlação de Spearman. Foi observada a presença de forte correlação positiva entre as medianas das taxas de incidência de dengue em mulheres de 15 a 39 anos e as medianas da taxas de mortalidade materna (r = 0,88; IC95%: 0,51; 1,00, com coeficiente de determinação R² = 0,78. A magnitude da correlação observada entre a incidência de dengue e a mortalidade materna na Região Sudeste é sugestiva de que a ocorrência da infecção durante a gravidez possa impactar negativamente a evolução desta, com repercussões para a mortalidade materna.The aim of this study was to explore the distribution of reproductive outcomes following dengue virus infection during pregnancy (2001-2005. An ecological epidemiological study was conducted in all counties with more than 80,000 inhabitants in Southeast Brazil. The study explored the correlation between dengue incidence rates in women 15-39 years of age and selected mortality indicators (maternal, fetal, perinatal, neonatal, early neonatal, and infant in these counties, and Spearman correlation coefficients were calculated. A positive correlation was observed between median dengue incidence in women 15-39 years of age and median maternal mortality (r = 0.88; 95%CI: 0.51; 1.00, with a determination coefficient R² = 0.78. The correlation between dengue incidence in childbearing-age women and reproductive outcomes in Southeast Brazil suggests that

  20. Mortalidad intrahospitalaria por accidente cerebrovascular

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Federico Rodríguez Lucci

    2013-08-01

    Full Text Available La mortalidad global por accidente cerebrovascular (ACV ha disminuido en las últimas tres décadas, probablemente debido a un mejor control de los factores de riesgo vascular. La mortalidad hospitalaria por ACV ha sido tradicionalmente estimada entre 6 y 14% en la mayoría de las series comunicadas. Sin embargo, los datos de ensayos clínicos recientes sugieren que esta cifra sería sustancialmente menor. Se revisaron datos de pacientes internados con diagnóstico de ACV del Banco de Datos de Stroke de FLENI y los registros institucionales de mortalidad entre los años 2000 y 2010. Los subtipos de ACV isquémicos se clasificaron según criterios TOAST y los ACV hemorrágicos en hematomas intrapanquimatosos, hemorragias subaracnoideas aneurismáticas, malformaciones arteriovenosas y otros hematomas intraparenquimatosos. Se analizaron 1514 pacientes, 1079 (71% con ACV isquémico (grandes vasos 39%, cardioembólicos 27%, lacunares 9%, etiología indeterminada 14%, otras etiologías 11% y 435 (29% con ACV hemorrágico (intraparenquimatosos 27%, hemorragia subaracnoidea 30%, malformaciones arteriovenosas 25% y otros hematomas espontáneos 18%. Se registraron 38 muertes intrahospitalarias (17 ACV isquémicos y 21 ACV hemorrágicos, representando una mortalidad global del 2.5% (1.7% en ACV isquémicos y 4.8% en ACV hemorrágicos. No se registraron muertes asociadas al uso de fibrinolíticos endovenosos. La mortalidad intrahospitalaria en pacientes con ACV isquémico y hemorrágico en nuestro centro fue baja. El manejo en un centro dedicado a las enfermedades neurológicas y el enfoque multidisciplinario por personal médico y no médico entrenado en el cuidado de la enfermedad cerebrovascular podrían explicar, al menos en parte, estos resultados.

  1. Mortality is higher in patients with leptomeningeal metastasis in spinal cord tumors Mortalidade é mais elevada na disseminação metastática leptomeníngea em tumores da medula espinhal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo de Amoreira Gepp

    2012-01-01

    Full Text Available Spinal cord tumors are a rare neoplasm of the central nervous system (CNS. The occurrence of metastases is related to poor prognosis. The authors analyzed one series of metastasis cases and their associated mortality. METHODS: Clinical characteristics were studied in six patients with intramedullary tumors with metastases in a series of 71 surgical cases. RESULTS: Five patients had ependymomas of which two were WHO grade III. The patient with astrocytoma had a grade II histopathological classification. Two patients required shunts for hydrocephalus. The survival curve showed a higher mortality than the general group of patients with no metastases in the CNS (pTumores da medula espinhal são neoplasias raras do sistema nervoso central (SNC. A ocorrência de metástases é relacionada a pior prognóstico. Os autores analisaram uma série de casos de metástases e a mortalidade relacionada. MÉTODO: Foram estudadas as características clínicas em seis pacientes com metástases tumorais numa série de 71 casos operados. RESULTADOS: Cinco pacientes tinham ependimomas e dois dos quais foram grau III pela classificação da OMS. O paciente portador de astrocitoma tinha classificação histopatológica de grau II. Dois pacientes necessitaram de derivação devido à hidrocefalia. A curva de sobrevivência mostrou mortalidade mais elevada no grupo de pacientes com disseminação pelo SNC (p<0,0001. CONCLUSÃO: A mortalidade, além de elevada em pacientes com metástases, é maior do que em pacientes apenas com lesão primária. Os ependimomas, independentemente do seu grau de anaplasia, costumam causar mais metástases do que os astrocitomas medulares.

  2. Mortality is higher in patients with leptomeningeal metastasis in spinal cord tumors Mortalidade é mais elevada na disseminação metastática leptomeníngea em tumores da medula espinhal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo de Amoreira Gepp

    2013-01-01

    Full Text Available Spinal cord tumors are a rare neoplasm of the central nervous system (CNS. The occurrence of metastases is related to poor prognosis. The authors analyzed one series of metastasis cases and their associated mortality. METHODS: Clinical characteristics were studied in six patients with intramedullary tumors with metastases in a series of 71 surgical cases. RESULTS: Five patients had ependymomas of which two were WHO grade III. The patient with astrocytoma had a grade II histopathological classification. Two patients required shunts for hydrocephalus. The survival curve showed a higher mortality than the general group of patients with no metastases in the CNS (pTumores da medula espinhal são neoplasias raras do sistema nervoso central (SNC. A ocorrência de metástases é relacionada a pior prognóstico. Os autores analisaram uma série de casos de metástases e a mortalidade relacionada. MÉTODO: Foram estudadas as características clínicas em seis pacientes com metástases tumorais numa série de 71 casos operados. RESULTADOS: Cinco pacientes tinham ependimomas e dois dos quais foram grau III pela classificação da OMS. O paciente portador de astrocitoma tinha classificação histopatológica de grau II. Dois pacientes necessitaram de derivação devido à hidrocefalia. A curva de sobrevivência mostrou mortalidade mais elevada no grupo de pacientes com disseminação pelo SNC (p<0,0001. CONCLUSÃO: A mortalidade, além de elevada em pacientes com metástases, é maior do que em pacientes apenas com lesão primária. Os ependimomas, independentemente do seu grau de anaplasia, costumam causar mais metástases do que os astrocitomas medulares.

  3. Conhecimento ecológico e captura incidental de tartarugas marinhas em São João de Pirabas, Pará, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tiago Pereira Brito

    2015-05-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2015v28n3p159 Este estudo teve por objetivo registrar o conhecimento ecológico de pescadores do município de São João de Pirabas, Pará, Brasil, quanto à ocorrência de tartarugas marinhas no litoral paraense, bem como mensurar sua captura incidental durante a pesca; para tanto, foram realizadas 50 entrevistas semiestruturadas com pescadores locais. A pesca foi praticada predominantemente por homens adultos, que utilizavam sete artes de pesca (rede de emalhe, linha e anzol, espinhel, curral, tarrafa, tapagem e matapi, voltadas principalmente à captura da cavala (Scomberomorus cavalla, serra (S. brasiliensis, gó (Macrodon ancylodon, corvina (Cynoscion spp., pescada (Cynoscion spp., bandeirado (Bagre bagre e tainha (Mugil spp.. Os pescadores observaram na região cinco espécies de tartarugas, sendo mais frequente a ocorrência de Chelonia mydas (100%, Dermochelys coriacea (66% e Eretmochelys imbricata (46%; as espécies com menor frequência são Caretta caretta (16% e Lepidochelys olivacea (8%. As áreas de desova das três espécies mais frequentes demonstram a importância do litoral paraense para sua conservação. Capturas incidentais foram relatadas por 76% dos pescadores, ocorrendo principalmente em redes, espinheis e currais. Geralmente, os animais capturados eram soltos, apesar de haver o consumo de carne e ovos de tartaruga marinha pelos pescadores.

  4. Bioacessibilidade in vitro das biotoxinas marinhas ácido ocadaico, dinofisistoxina-2 e seus derivados em bivalves crus e cozinhados

    OpenAIRE

    Manita, Diana Filipa Pereira

    2017-01-01

    Dissertação de Mestrado em Segurança Alimentar As biotoxinas marinhas mais frequentes e abundantes em Portugal são as toxinas lipofílicas, nomeadamente as toxinas do grupo do ácido ocadaico (AO), que inclui as dinofisistoxinas (DTX1 e DTX2) e os seus derivados (DTX3), responsáveis pela intoxicação diarreica (DSP diarrhetic shellfish poisoning). A investigação da presença, variabilidade e transformação de biotoxinas marinhas em moluscos bivalves é de elevada importância não só p...

  5. Impacto do ecocardiograma transesofágico intraoperatório na mortalidade em cirurgia de revascularização do miocárdio com circulação extracorpórea

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcello Fonseca Salgado Filho

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar as taxas de mortalidade e morbidade de doentes submetidos à revascularização do miocárdio (RVM com circulação extracorpórea (CEC que utilizaram rotineiramente o ecocardiograma transesofágico intraoperatório (ETEio. MÉTODOS: estudo retrospectivo, observacional com avaliação de prontuários de 360 doentes no período entre abril de 2010 a abril de 2012. Foram analisados: idade, peso, altura sexo, EUROscore, diabete melito, fração de ejeção e artérias acometidas. Os desfechos foram compilados no intra e no pós-operatório (infarto do miocárdio, acidente vascular cerebral, disfunção renal, hemodiálise, fibrilação atrial, tempo de internação no centro de tratamento intensivo. RESULTADOS: foram incluídos 53 doentes, com 27 recebendo a monitoração. Foram excluídos 307 porque não foram operados pela mesma equipe cirúrgica. Os dois grupos foram homogêneos quanto a idade, peso e sexo, porém, a fração ejeção foi menor no grupo que recebeu o ecotransesofágico (G ETEio: 56,3%; G Não ETEio: 65,9% ± 11; p=0,01. Nos doentes em que não foi utilizado o ETEio, a mortalidade foi maior (G ETEio: 0% e G Não ETEio: 7,6%; p=0,01. Não houve diferença significativa entre os grupos quanto à incidência de acidente vascular encefálico, infarto agudo do miocárdio, fibrilação atrial aguda e lesão renal. CONCLUSÃO: a utilização do ecocardiograma transesofágico intraoperatório em pacientes submetidos à revascularização do miocárdio, com circulação extracorpórea, diminuiu a mortalidade perioperatória; orientou quanto a utilização dos fármacos inotrópicos e vasodilatadores e contribuiu para uma melhor evolução dos doentes.

  6. Mortalidade por leucemias relacionada à industrialização

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leal Carmen Helena Seoane

    2002-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a distribuição espacial da mortalidade por leucemia na população, buscando identificar agregados e estabelecer sua relação com os níveis de industrialização. MÉTODOS: O estudo foi realizado nas 43 regiões de governo do Estado de São Paulo, no qüinqüênio 1991-1995. Foi construído um "índice de industrialização relativo à leucemia" (IIRL baseado no número de indústrias e empregos industriais por 100.000 habitantes, valor adicionado fiscal, variedade de ramos industriais e indústrias com potenciais exposições de risco para a leucemia. O IIRL foi distribuído em cinco categorias. Verificaram-se os coeficientes padronizados de mortalidade por leucemia em cada uma das regiões, também distribuídos em cinco categorias e comparados ao mapa IIRL. RESULTADOS: As regiões mais industrializadas em ordem decrescente foram Campinas, Piracicaba, Jundiaí, Sorocaba e São Paulo. Não foi encontrada associação entre mortalidade, por nenhum tipo de leucemia, e industrialização. A região de Jales foi a que apresentou o mais alto coeficiente padronizado de mortalidade por leucemia. CONCLUSÕES: A distribuição da mortalidade por leucemia ocorreu de forma homogênea no Estado de São Paulo, não apresentando correlação com o nível de industrialização. Entretanto, aspectos relacionados ao método epidemiológico adotado -- estudo ecológico -- e ao uso do parâmetro "mortalidade por leucemia", doença cujo prognóstico tem mudado muito nas últimas décadas, limitaram a interpretação dos resultados.

  7. Toxinas de cianobactérias e microalgas marinhas: um desafio para a ecotoxicologia aquática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Manildo Marcião de Oliveira

    2011-02-01

    Full Text Available O objetivo desta revisão é de chamar a atenção para o crescente número de metabólitos secundários produzidos por microrganismos em ambientes aquáticos. Em especial pelas cianobactérias e pelas microalgas marinhas. O primeiro grupo é produtor de toxinas que têm por alvo o fígado, os nervos e a pele. As cianobactérias são as maiores responsáveis por eventos de intoxicação em ambientes aquáticos epicontinentais. Em ambientes marinhos, microalgas eucariotas como as diatomáceas e principalmente os dinoflagelados são produtores de ampla variedade de ficotoxinas. Ficotoxinas são causadoras de síndromes após consumo de mexilhão contaminado ou intoxicação ciguatérica por consumo de peixe (CFP. O quadro atual sinaliza atenção, pois muitas florações ocorrem sem notificação, o que impede importantes estudos sobre a história de florações sazonais. Aspectos metodológicos e de mão de obra qualificada também dificultam diagnósticos mais precisos sobre as florações. A cooperação entre profissionais com distintas formações como taxonomistas, químicos, biólogos e engenheiros ambientais é a base para estudos ecotoxicológicos que possam avaliar o risco destas florações e sugerir adaptações na legislação ambiental.

  8. Mortalidade por câncer do colo do útero: características sociodemográficas das mulheres residentes na cidade de Recife, Pernambuco Uterus cervix cancer mortality: socio-demographic characteristics of women living in the city of Recife, Pernambuco, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vilma Guimarães de Mendonça

    2008-05-01

    Full Text Available OBJETIVO: descrever as características sociodemográficas dos óbitos por câncer do colo uterino em residentes de Recife, Pernambuco, ocorridos entre 2000 e 2004. MÉTODOS: realizou-se um estudo transversal, populacional, com a inclusão de 323 óbitos por câncer do colo uterino, dos quais 261 encontravam-se registrados no Sistema de Informação sobre Mortalidade e 62 foram identificados após investigação das mortes por câncer em porção não especificada do útero. Obteve-se a mortalidade proporcional para todas as variáveis e foram calculadas medidas estatísticas de tendência central e dispersão para a idade. Quanto ao local de residência e faixa etária, realizou-se o teste do χ2 e obteve-se o coeficiente de mortalidade. RESULTADOS: houve predomínio de óbitos em mulheres com idade inferior a 60 anos (54,7%, negras (60,5%, sem companheiro (67,7%, donas de casa (71,2% e residentes em bairros com baixa condição de vida (53,3%. A maioria das mortes foi hospitalar (85,1%, das quais 90,2% ocorreram na rede do Sistema Único de Saúde (SUS. O coeficiente de mortalidade variou de 0,3 (na faixa etária inferior a 30 anos a 54,9/100.00 (em maiores de 80 anos. Comparando-se os óbitos por faixa etária e distrito sanitário com as características da população feminina residente na cidade, evidenciaram-se diferenças estatisticamente significantes (pPURPOSE: to describe the socio-demographic characteristics of deaths caused by uterine cervix cancer in women living in Recife, Pernambuco, Brazil, from 2000 to 2004. METHODS: a transversal populational study, including 323 deaths by uterine cervix cancer, among which 261 were recorded in the Information System about Mortality and 62 were identified after investigation on deaths by cancer at non-specified sites of the uterus. Mortality rate for all the variables was obtained and statistics for central tendency and variance were calculated. The χ2 test was performed to obtain the

  9. Análise da mortalidade na lista de espera de fígado no Paraná, Brasil: o que devemos fazer para enfrentar a escassez de órgãos? Analysis of liver waiting list mortality in Paraná, Brazi: what shall we do to face organ shortage?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fábio Silveira

    2012-06-01

    Full Text Available RACIONAL: O transplante hepático é a melhor modalidade terapêutica para pacientes em estágio final de doença hepática. Minimização de morte, enquanto se espera o procedimento, envolve priorização de acordo com o estado clínico e a alocação adequada de fígados de doadores. OBJETIVO: Análise da mortalidade na lista de espera de fígado no estado do Paraná, PR, Brasil. MÉTODOS: Foram analisados ​​os dados sobre todos os pacientes (n = 65 que foram registrados na lista de espera de fígado durante um período de 32 meses. RESULTADOS: A morte em lista de espera foi de 41,5% (n = 27. Nenhuma diferença estatística foi observada em relação aos MELD / MELD-Na entre o grupo que faleceu (19,88 / 21,6 e não morreu (17,28 / 19,47. MELD-Na previu maior mortalidade, especialmente no subgrupo de pacientes com gravidade intermediária da doença (classe B previsto pelo escore de CTP. CONCLUSÃO: É crítica a escassez de doadores de órgãos nessa região e a taxa de mortalidade em lista de espera excede em muito o risco inerente de um transplante de fígado, especialmente entre pacientes com MELD mais baixos. É desejável a utilização de um protocolo agressivo de doadores com critérios expandidos, split liver e transplante de doador vivo.BACKGROUND: Orthotopic liver transplantation is the best therapeutic modality for patients with end stage of liver disease. Minimization of death, while waiting for the procedure, involves accurate priorization according to clinical status and appropriate allocation of donor livers. AIM: The mortality analysis in the liver waiting list in Paraná state, PR, Brazil. METHODS: Were analyzed the data on all patients (n=65 who were registered on the liver waiting list during a 32 months period in the state of Paraná, southern Brazil. RESULTS: The death rated in waiting list was 41,5% (n=27. No statistic difference was observed regarding the MELD/MELD-Na scores between the group who died (19,88/21,6 and

  10. Evolução da mortalidade materna na 15a regional de saúde de Maringá, Estado do Paraná, entre 1989 e 2000 Maternal mortality evolution at the XV Maringá Health Center, state of Paraná, from 1989 to 2000

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sandra Marisa Pelloso

    2002-04-01

    Full Text Available Este estudo teve como objetivo descrever e analisar as causas e as taxas dos óbitos ocorridos entre as mulheres em idade fértil. Os dados foram colhidos através das declarações de óbito e das fichas de investigação do Comitê Regional de Mortalidade Materna de Maringá, Estado do Paraná, no período de 1989 a 2000. Os resultados mostram que o coeficiente de mortalidade materna é alto na região. Outro dado importante é a questão do sub registro dos óbitos. Em relação às causas de óbito materno, verificou-se que as obstétricas diretas, ou seja, as causas previníveis são as de maior incidência. Os números são absolutamente necessários para se ter uma visão do quadro epidemiológico e uma base sólida para ações. Eles permitem identificar os problemas e as falhas e possibilitam a formulação de propostas intervencionistas no sentido de diminuir os coeficientes de mortalidade maternaThis paper had the aim to describe and analyze the causes and death rates of females in fertile time. Data were collected from death certificates and investigation records of the Regional Committee of Mothers’ Death Rate in Maringá, state of Paraná, between 1980 and 2000. Results show that coefficient of mothers’ death rate is still high in the region under analysis. Other important data refer to details in these certificates. With regard to death causes, it has been verified that direct obstetric causes, that is, causes that could have been easily avoided were highest. Data are absolutely necessary so that one may have a precise idea of the epidemic picture and a solid base for triggering proceedings. In fact, if data identify problems and deficiencies, they also help in interventionist suggestions to decrease the coefficients of mothers’ death rate

  11. Orientação temporal e funções executivas na predição de mortalidade entre idosos: estudo Epidoso Orientación temporal y funciones ejecutivas en la predicción de mortalidad entre ancianos en el estudio Epidoso Time orientation and executive functions in the prediction of mortality in the elderly: Epidoso study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André Junqueira Xavier

    2010-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a capacidade preditiva de índice cognitivo funcional para mortalidade entre idosos. MÉTODOS: Estudo de coorte realizado com 1.667 idosos acima de 65 anos residentes no município de São Paulo, SP, no período 1991-2001. O índice cognitivo funcional foi construído a partir da orientação temporal e funções executivas (fazer compras e tomar medicação, controlado por variáveis sociodemográficas, hábitos de vida, morbidade, autopercepção de saúde, internação, edentulismo e suporte social. Os óbitos ocorridos no período foram investigados com familiares em entrevistas domiciliares, em cartórios e registros da Fundação Seade (até 2003. Foram calculados riscos relativos brutos e ajustados com respectivos intervalos com 95% de confiança por meio de análise bivariada e múltipla com regressão de Poisson, adotando-se pOBJETIVO: Analizar la capacidad predictiva del índice cognitivo funcional para mortalidad entre ancianos. MÉTODOS: Estudio de cohorte realizado con 1.667 ancianos encima de 65 años residentes en el municipio de São Paulo, Sureste de Brasil, en el período 1991-2001. El índice cognitivo funcional fue construido a partir de la orientación temporal y funciones ejecutivas (hacer compras y tomar medicamento, controlado por variables sociodemográficas, hábitos de vida, morbilidad, autopercepción de salud, internación, edentulismo y soporte social. Los óbitos ocurridos en el período fueron investigados con familiares en entrevistas domiciliares, en oficinas del notario y registros de la Fundación Seade (hasta 2003. Fueron calculados riesgos relativos brutos y ajustados con respectivos intervalos con 95% de confianza por medio de análisis bivariado y múltiple con regresión de Poisson, adoptándose pOBJECTIVE: To analyze the predictive ability of a functional cognitive index of mortality in the elderly. METHODS: Cohort study performed with 1,667 elderly individuals aged more than 65 years

  12. O ACESSO GEOGRÁFICO AOS SERVIÇOS DE SAÚDE NA REGIÃO METROPOLITANA DE MANAUS E O PERFIL DA MORTALIDADE/Geographic access to health services in the metropolitan region of Manaus and the mortality profile

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Larissa Cristina Cardoso dos Anjos

    2018-04-01

    Full Text Available A Região Metropolitana de Manaus (RMM está localizada no setor central da Amazônia, inserida no bioma da maior floresta tropical do planeta. Nessa paisagem, povos de diferentes culturas vivem e carecem de infraestrutura básica, serviços de educação e saúde. Considerando-se este contexto é apresentado neste artigo um estudo sobre o acesso geográfico aos serviços de saúde organizados na RMM. A análise incluiu: os aspectos do ambiente, a distribuição espacial dos serviços de saúde, os modais de transporte utilizados pela população em busca de atendimento a estes serviços e o perfil de mortalidade nos municípios que compõe a RMM. Os procedimentos metodológicos foram trabalhados por meio de levantamentos bibliográficos e documentais, dados secundários e cartográficos retirados do CPRM, DATASUS, DNIT e IBGE. Para apresentar o perfil de mortalidade da RMM foi calculada a taxa de incidência para cada município. De acordo com os resultados, observou-se que o acesso aos serviços de saúde, em todos os níveis de atenção, varia de acordo com a Geografia Física da região, sazonalidades fluviais e localização da população (urbana e rural. Esses aspectos podem ser relacionados com o perfil epidemiológico dos óbitos, cuja localização se conexa aos padrões de modais de transportes, assim como as mortes por causas mal definidas e o acesso fluvial ao serviço de saúde.

  13. La mortalidad infantil y la mortalidad materna en el siglo XXI

    OpenAIRE

    Aguirre, Alejandro

    2009-01-01

    La mortalidad infantil y la mortalidad materna han sido reducidas de manera sustancial en los países desarrollados, por lo cual en esas naciones la mortalidad tiende a concentrarse en las edades avanzadas de las poblaciones. Sin embargo, en países como México no está ocurriendo un avance relevante en la disminución de la mortalidad infantil y materna, pues a pesar de los notables progresos conseguidos en ese sentido durante las décadas recientes, para seguir avanzando se requieren fuertes inv...

  14. Aminas biogênicas em macroalgas marinhas do Estado do Ceará, Brasil Biogenic amines in marine macroalgae of the state of Ceará, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniel Barroso de Alencar

    2011-06-01

    Full Text Available Muitas aminas são comumente encontradas em alimentos de origem vegetal e animal, porém apenas um pequeno número é de interesse por produzirem reações adversas se ingeridas e absorvidas no organismo humano. Dentre elas, a histamina e a tiramina podem desencadear sintomas de intoxicação. As algas marinhas são amplamente consumidas pelos povos orientais, e, no Ocidente, seu consumo encontra-se em expansão. O Brasil não tem esta tradição, mas a diversidade de espécies encontradas no litoral brasileiro as torna potencialmente úteis como alimento humano. Para promovê-las com essa finalidade, são necessários estudos químicos e bioquímicos. No presente trabalho, treze espécies de macroalgas marinhas coletadas na praia do Pacheco, no município de Caucaia - CE, foram preliminarmente analisadas quanto à presença de histamina e tiramina por cromatografia líquida de alta eficiência. A identificação destas aminas biogênicas foi feita com base nos tempos de retenção dos padrões comerciais de dicloridrato de histamina e cloridrato de tiramina, comparados com aqueles correspondentes aos mesmos compostos nos extratos algais. Nenhuma das treze espécies estudadas neste trabalho apresentou histamina e/ou tiramina em quantidades capazes de provocar sintomas de intoxicação através do seu consumo.Many amines are commonly found in food of both animal and vegetable origin, however only a small number is of interest since they produce diverse reactions when ingested and absorbed by humans. Among them, histamine and tyramine can cause intoxication symptoms. Marine algae are consumed widely by the eastern civilizations, and in the West, their consumption is expanding. Brazil does not have this tradition, but the diversity of species found throughout the Brazilian coast line make marine algae potentially useful for human ingestion. For such, it is necessary to perform chemical and biochemical studies. In this study, thirteen species of

  15. Pressões Antrópicas e Suas Potenciais Implicações Para a Conservação das Tartarugas Marinhas: Estudo de Caso de Áreas da Costa Brasileira Sob Diferentes Status de Proteção

    OpenAIRE

    Guebert, Flávia Maria

    2012-01-01

    O presente estudo teve como objetivo principal detectar as ameaças que as tartarugas marinhas sofrem em áreas estuarinas e costeiras sob diferentes status de proteção na costa brasileira. A Reserva Extrativista – RESEX Acaú-Goiana (Pernambuco/Paraíba) e áreas adjacentes foram as regiões foco deste estudo no litoral do Nordeste do Brasil. O Estuário de Paranaguá (Paraná) e suas Unidades de Conservação e a Baía da Babitonga (Santa Catarina) também foram abordadas neste estudo no ...

  16. Salud y mortalidad infantil en Brasil

    OpenAIRE

    Denisard Alves; Walter Belluzzo

    2005-01-01

    (Disponible en idioma inglés únicamente) La salud infantil es un aspecto fundamental del programa de políticas públicas de los países en desarrollo. A lo largo de los años se han puesto en práctica numerosas políticas destinadas al mejoramiento de la salud infantil, con diversos grados de éxito. En Brasil, dichas políticas han llevado a una disminución considerable de los niveles de mortalidad infantil durante los últimos 30 años. Sin embargo, a pesar de esa mejora, las tasas de mortalidad si...

  17. Causas externas e mortalidade materna: proposta de classificacao

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mercia Maria Rodrigues Alves

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar os óbitos por causas externas e causas mal definidas em mulheres em idade fértil ocorridos na gravidez e no puerpério precoce. MÉTODOS: Foram estudados 399 óbitos de mulheres em idade fértil de Recife, PE, de 2004 a 2006. A pesquisa utilizou o método Reproductive Age Mortality Survey e um conjunto de instrumentos de investigação padronizados. Foram usados como fontes de dados laudos do Instituto Médico Legal, prontuários hospitalares e da Estratégia Saúde da Família e entrevistas com os familiares das mulheres falecidas. Óbitos por causa externa na gravidez foram classificados de acordo com a circunstância da morte usando-se o código O93 e calculadas as razões de mortalidade materna antes e depois da classificação. RESULTADOS: Foram identificados 18 óbitos na presença de gravidez. A maioria das mulheres tinha entre 20 e 29 anos, de quatro a sete anos de estudo, eram negras, solteiras. Quinze óbitos foram classificados com o código O93 como morte relacionada à gravidez (13 por homicídio - O93.7; dois por suicídio - O93.6 e três mortes maternas obstétricas indiretas (uma homicídio - O93.7 e duas por suicídio - O93.6. Houve incremento médio de 35,0% nas razões de mortalidade materna após classificação. CONCLUSÕES: Os óbitos por causas mal definidas e no puerpério precoce não ocorrem por acaso e sua exclusão dos cálculos dos indicadores de mortalidade materna aumentam os níveis de subinformação.

  18. Raca e mortalidade cerebrovascular no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Andrade Lotufo

    2013-12-01

    Full Text Available Sendo desconhecidas as taxas de mortalidade cerebrovascular segundo raça no Brasil, foram coletadas informações de óbitos de 2010 do Sistema de Informação de Mortalidade do Ministério da Saúde. Foram calculadas as taxas de mortalidade cerebrovascular, ajustadas por idade (por 100 mil, com intervalo de confiança de 95%, por sexo e raça/cor de pele. A diferença entre brancos, pardos e negros foi significativa para homens, com taxas, respectivamente, de 44,4 (43,5;45,3, 48,2 (47,1;49,3 e 63,3 (60.6;66,6; e para mulheres, com taxa, respectivamente, de 29,0 (28,3;29,7, 33,7 (32,8;34,6 e 51,0 (48,6;53,4. Em conclusão, a mortalidade cerebrovascular no Brasil é maior entre negros.

  19. La legende de Dona Marinha: mythologie et génealogie

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Delpech, F.

    2008-12-01

    Full Text Available The medieval legend of Dona Marinha is an account of the origins of the galician family of the Marinhos. It tells of the rape of a mysterious and mute seamaid by a knight, and of her gradual integration into human society.
    This tale belongs to the subgroup of genealogical traditions based on mythical backgrounds,which were in use in the peninsular culture at the end of the Middle Ages. It differs however from the melusinian type, with which it only has some slight analogies.
    In this legend is experimentally tested an imaginary model of resolution of the conflictive duality which opposes Nature and Culture, exogamy and assimilation, masculine predominance and matrilineal trends. This model is embodied by a type of marriage in which the mediation of filiation conveys a softening and, at last, an elimination of the inconveniences of hyper-exogamy.

    La leyenda medieval de Doña Marinha, en la que se explica el origen del linaje gallego de los Marinhos, cuenta el rapto por un caballero de una mujer marina misteriosa y muda y la progresiva integración de la misma en la sociedad humana.
    Este relato forma parte del subgrupo de las tradiciones genealógicas de fondo mítico que florece en la península hacia el final de la Edad Media. Sin embargo se distingue claramente del tipo de las leyendas «melusinianas », con las que sólo comparte analogías superficiales. En esta leyenda se pone a prueba e ilustra un imaginario modelo experimental de resolución de la dualidad conflictiva entre Naturaleza y Cultura,, exogamia y asimilación, poder masculino y orientación matrilineal, y se propone, al nivel mítico, un tipo de alianza matrimonial mediatizada en el que la filiación y el ritual ayudan a mitigar, y finalmente anular, los inconvenientes de una exogamia excesiva.

  20. Mortalidade infantil em duas coortes de base populacional no Sul do Brasil: tendências e diferenciais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Menezes Ana M. B.

    1996-01-01

    Full Text Available Estudou-se a tendência temporal da mortalidade infantil através de dois estudos de coorte realizados em Pelotas, Rio Grande do Sul, em 1982 e 1993. Ambas coortes incluíram todos os nascimentos hospitalares e óbitos verificados através de visitas regulares aos hospitais, cartórios e cemitérios. As informações sobre a causa de morte foram obtidas através de entrevistas com pediatras, revisão do prontuário, necrópsias e entrevista com os pais das crianças. O coeficiente de mortalidade infantil caiu de 36,4 por mil nascidos vivos para 21,1 na década. As principais causas de mortalidade infantil em 1993 foram as perinatais, malformações congênitas, diarréia e infecções respiratórias. Crianças com baixo peso ao nascer apresentaram mortalidade 12 vezes maior do que crianças com peso adequado, e crianças pré-termo, duas vezes mais do que crianças com retardo de crescimento intra-uterino. Crianças de famílias com renda baixa (um salário mínimo apresentaram mortalidade sete vezes superior àquelas com renda alta (10 salários mínimos. A mortalidade de crianças de baixo peso ao nascer e alta renda familiar decresceu em 67%, contra apenas 36% para as de baixa renda. Conclui-se que, mesmo com uma queda expressiva da mortalidade infantil na década, persistem importantes desigualdades sociais.

  1. Estudo da mortalidade de recém-nascidos internados na UTI neonatal do Hospital Geral de Caxias do Sul, Rio Grande do Sul Newborn mortality study in the neonatal intensive care unit of Caxias do Sul General Hospital, Rio Grande do Sul

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Breno Fauth de Araújo

    2005-12-01

    Full Text Available OBJETIVOS: conhecer as causas e variáveis relacionadas com o óbito de recém-nascidos (RN de uma UTI neonatal de referência na região Sul do Brasil. MÉTODOS: estudo descritivo envolvendo 2.247 RN acompanhados até a alta. Foram analisadas variáveis maternas, do RN e variáveis da gestação, parto e atendimento. Foi utilizada a análise univariada e a regressão logística múltipla para relacionar as variáveis estudadas com o óbito. RESULTADOS: ocorreram 184 óbitos, com uma letalidade de 8,2%. A mortalidade dos RN com peso 2.500g ou a termo. As variáveis relacionadas ao óbito foram o peso OBJECTIVES: to determine causes and variables related to newborn deaths of a neonate intensive care unite (ICU in the Southern region of Brazil. METHODS: a descriptive study involving 2.247 newborns followed up until discharge date. Maternal variables were analyzed, as well as of the newborn and pregnancy, delivery and medical assistance variables. Univariate analysis and multiple logistic regression were used to relate the variables studied with death occurrence. RESULTS: 184 deaths occurred, corresponding to a 8.2% lethality rate. Newborn mortality variables were the following: weight of 2.500g or born at pregnancy term. Death related variables were weight of <2.000 grams, Apgar at 5' <4, no prenatal medical care, the need of delivery room resuscitation procedures and mechanic ventilation during hospitalization. Deaths basic causes were malformations (25.6%, maternal hypertension (17.9% and maternal infections (12.0%. CONCLUSIONS: many of the deaths occurred because of the poor medical care offered to pregnant women and newborns, a challenge that need to be faced by neonatologists, obstetricians and the government.

  2. Estudo químico de cianobactérias marinhas e do cultivo misto entre a linhagem Geitlerinema sp CENA556 e o fungo Trichoderma atroviride, endófito da alga marinha Bostrychia tenella

    OpenAIRE

    Ezequiane Machado da Silva

    2016-01-01

    Organismos marinhos são reconhecidos como um rico reservatório de produtos naturais com estruturas moleculares excepcionais. Neste contexto, cianobactérias e fungos endofíticos emergiram como uma fonte promissora de substâncias bioativas. O objetivo deste trabalho foi buscar por substâncias biologicamente ativas a partir de linhagem de cianobactérias marinhas coletadas em Ubatuba, litoral do estado de São Paulo (Brasil) e explorar o potencial biossintético do fungo Trichoderma atroviride (end...

  3. Mortalidade por doenças cardiorrespiratórias em idosos no estado de Mato Grosso, 1986 a 2006

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cleber Nascimento do Carmo

    2010-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever a evolução temporal da mortalidade por doenças cardiorrespiratórias em idosos. MÉTODOS: Estudo epidemiológico descritivo com delineamento ecológico de séries temporais realizado no estado do Mato Grosso, de 1986 a 2006. Foram utilizados dados sobre doenças dos aparelhos respiratório e circulatório obtidos do Sistema de Informação sobre Mortalidade do Ministério da Saúde. Modelos de regressão linear simples foram ajustados para avaliar a tendência das taxas específicas de mortalidade por grupos específicos de idade (60 a 69, 70 a 79 e 80 ou mais anos e sexo. RESULTADOS: Houve aumento na proporção de óbitos por doenças respiratórias e diminuição por doenças cardiovasculares. Na comparação de taxas entre os sexos, as mulheres apresentaram taxas 15% menores para as causas cardiovasculares e taxas similares ao sexo masculino para as causas respiratórias. Foi observada taxa elevada de mortalidade por doenças respiratórias e cardiovasculares, com importante tendência de incremento entre os grupos mais longevos. Em idosos com idade > 80 anos o aumento anual médio na taxa de mortalidade por doenças respiratórias foi de 1,99 óbitos e de 3,43 por doenças do aparelho circulatório. CONCLUSÕES: O estado de Mato Grosso apresenta elevada taxa de mortalidade por doenças respiratórias e cardiovasculares em idosos, com importante tendência de incremento entre os grupos mais longevos.

  4. Ingestão de resíduos antropogênicos por tartarugas marinhas no litoral norte do estado da Bahia, Brasil

    OpenAIRE

    Macedo,Gustavo Rodamilans; Pires,Thaís Torres; Rostán,Gonzalo; Goldberg,Daphne Wrobel; Leal,Danielle Custódio; Garcez Neto,Américo Fróes; Franke,Carlos Roberto

    2011-01-01

    Este trabalho descreve a presença de resíduos antropogênicos no trato digestório de tartarugas marinhas no Litoral Norte da Bahia, Brasil. Foram realizadas necropsias no trato digestório de 45 tartarugas marinhas encontradas mortas (Chelonia mydas n=36; Eretmochelys imbricata n=9), no período de janeiro de 2006 a outubro de 2007. Em 60% (27/45) das tartarugas necropsiadas foram encontrados resíduos, especialmente aqueles relacionados à atividade de pesca. Os resíduos encontravam-se ao longo d...

  5. Ingestão de resíduos antropogênicos por tartarugas marinhas no litoral norte do estado da Bahia, Brasil

    OpenAIRE

    Macedo, Gustavo Rodamilans; Pires, Thaís Torres; Rostán, Gonzalo; Goldberg, Daphne Wrobel; Leal, Danielle Custódio; Garcez Neto, Américo Fróes; Franke, Carlos Roberto

    2011-01-01

    p.1938-1943 Este trabalho descreve a presença de resíduos antropogênicos no trato digestório de tartarugas marinhas no Litoral Norte da Bahia, Brasil. Foram realizadas necropsias no trato digestório de 45 tartarugas marinhas encontradas mortas (Chelonia mydas n=36; Eretmochelys imbricata n=9), no período de janeiro de 2006 a outubro de 2007. Em 60% (27/45) das tartarugas necropsiadas foram encontrados resíduos, especialmente aqueles relacionados à atividade de pesca. Os resíduos enc...

  6. Evaluation of antifungal activity of seaweed extracts Avaliação de atividade antifúngica de extratos de macroalgas marinhas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Julio Cesar Fernandes Peres

    2012-06-01

    óis. Entre outras, a atividade antifúngica, por sua importância na saúde humana e animal e na preservação de produtos agrícolas, tem sido objeto de diversos estudos. No presente trabalho, esta atividade foi investigada em dez extratos de macroalgas marinhas, por ensaios de bioautografia direta, frente ao fungo Colletotrichum lagenarium e por ensaio de difusão em disco, frente ao Aspergillus flavus. Os organismos estudados foram os seguintes: Stypopodium zonale, Laurencia dendroidea, Ascophyllum nodosum, Sargassum muticum, Pelvetia canaliculata, Fucus spiralis, Sargassum filipendula, Sargassum stenophyllum, Laminaria hyperborea e Gracilaria edulis. Os extratos de S. zonale, L. dendroidea, P. canaliculata, S. muticum, A. nodosum e F. spiralis inibiram significativamente o crescimento de C. lagenarium, porém, não significativamente, o do fungo A. flavus. A presença de terpenos em todos esses extratos foi confirmada por cromatografia em camada delgada e a de compostos fenólicos, apenas nos extratos de P. canaliculata, A. nodosum e S. muticum. No estudo químico por cromatografia em coluna, seguido por análise em cromatógrafo a gás/espectrômetro de massas, foram identificados, em L. dendroidea, os terpenos neofitadieno, cartilagineol, elatol e obtusol e o éster hexadecanoato de etila. Esse é o primeiro relato sobre a atividade de extratos de algas frente a C. lagenarium, fungo de importância agrícola.

  7. Impacto das ações de imunização pelo Programa Saúde da Família na mortalidade infantil por doenças evitáveis em Olinda, Pernambuco, Brasil Impact of immunization measures by the Family Health Program on infant mortality from preventable diseases in Olinda, Pernambuco State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tânia Maria Rocha Guimarães

    2009-04-01

    Full Text Available Este artigo aborda o impacto do Programa Saúde da Família (PSF na saúde infantil no Município de Olinda, Pernambuco, Brasil, por meio da avaliação da vacinação e mortalidade infantil por causas evitáveis. Realizou-se um estudo de série temporal com os dados dos principais sistemas de informação em saúde, usando-se a análise dos indicadores ex-ante e ex-post da implantação do PSF, em 1995. A variável independente foi o ano de nascimento relacionado com grau de cobertura da população pelo PSF. Analisou-se três períodos: 1990/1994 (anterior, 1995/1996 (implantação: cobertura de 0% a 30%, 1997/2002 (intervenção: cobertura de 38,6% a 54%. A tendência dos indicadores foi analisada pela regressão linear simples, sendo testada a significância pelo teste t. No período de implantação houve aumento de todas as médias das coberturas vacinais (176% BCG, 223% pólio, 52% DPT, 61% sarampo e redução da mortalidade infantil por causas evitáveis (12,7 óbitos/ano, mesmo não havendo diminuição da pobreza absoluta no município ou aumento das coberturas das redes públicas de saúde nem de esgotamento. A melhoria nos indicadores demonstra a efetividade das ações do PSF no município.This article analyzes the impact of the Family Health Program (FHP on infant health in Olinda, Pernambuco State, Brazil, evaluating immunization and infant mortality from vaccine-preventable diseases. A time-series study was conducted with data from the principal health information systems, analyzing indicators before and after implementation of the FHP in 1995. The independent variable was year of birth, related to degree of population coverage by the FHP. Three periods were analyzed: 1990-1994 (prior, 1995-1996 (implementation phase: 0 to 30% coverage, and 1997-2002 (intervention: coverage of 38.6% to 54%. Trends in the indicators were analyzed by simple linear regression, testing significance with the t test. During the implementation period

  8. Mortalidade por tumores de cérebro no Brasil, 1980-1998

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Monteiro Gina Torres Rego

    2003-01-01

    Full Text Available Os tumores cerebrais são raros, mas sua incidência e mortalidade vêm aumentando ao longo das últimas décadas em vários países, inclusive no Brasil, particularmente entre idosos. O presente artigo descreve o perfil da mortalidade desses tumores no país, analisando a distribuição de suas taxas segundo sexo, idade, topografia e natureza tumoral entre 1980 e 1998. As taxas de mortalidade por esta neoplasia, ajustadas por idade pela população mundial, cresceram de 2,24/100 mil para 3,35/100 mil, correspondendo a um aumento de 50%. Estas foram mais elevadas na infância que na adolescência, aumentando posteriormente com a idade e alcançando níveis altos nos mais idosos, sendo o crescimento médio nos maiores de 70 anos de 6% ao ano ao longo da série estudada. São analisadas as taxas de tumores do encéfalo e das meninges cerebrais para o país e para capitais selecionadas. A constatação do aumento dessas taxas demanda a elaboração de estudos com vistas a elucidar o papel de novas tecnologias diagnósticas, assim como de potenciais fatores de risco ambientais.

  9. A metodologia de projecto na aprendizagem da biodiversidade e geodiversidade na praia da concha

    OpenAIRE

    Rosa, Marina Maria Filipe

    2012-01-01

    Dissertação de mestrado em Biologia e de Geologia, apresentada ao Departamento de Ciências da Terra e ao Departamento de Ciências da Vida Este trabalho consistiu na implementação e avaliação da metodologia de projeto no estudo da Biodiversidade e Geodiversidade na Praia da Concha, Portugal Central, dando ênfase ao trabalho prático, através de uma aula de campo e de aulas laboratoriais. O trabalho foi realizado numa escola da Marinha Grande, com 11 alunos do 10º ano de escolaridade. Sendo a...

  10. Mortalidade perinatal em duas coortes de base populacional no Sul do Brasil: tendências e diferenciais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Menezes Ana M. B.

    1996-01-01

    Full Text Available A evolução da mortalidade perinatal foi estudada em Pelotas, Rio Grande do Sul, através de dois estudos de coorte realizados em 1982 e 1993. Todos os nascimentos hospitalares e os óbitos foram monitorizados com visitas diárias aos hospitais. A causa da morte foi determinada através de informações do prontuário, entrevista com o pediatra e de necrópsias. O coeficiente de mortalidade perinatal sofreu uma redução de 31% na década. O sub-registro que era de 42,1% em 1982, foi de apenas 6,8% em 1993. Dentre as causas de mortalidade perinatal, houve uma redução em 1993 de 58% para óbitos fetais antepartum, 47% para imaturidade e 62% para outras causas. Os coeficientes para asfixia sofreram um aumento de 4,5/1.000 para 8,3/1.000. As meninas apresentaram um coeficiente de mortalidade perinatal menor do que os meninos. Os coeficientes de mortalidade perinatal conforme peso ao nascer e renda familiar sofreram importantes reduções, sendo que a mais notável foi para crianças de baixo peso e de famílias de renda alta, com uma queda de 68%. Assim como em 1982, os recém-nascidos pré-termo tiveram coeficientes três vezes mais elevados do que crianças pequenas para a idade gestacional. Apesar da queda dos índices de mortalidade na década, as diferenças entre os grupos sociais mantiveram-se grandes.

  11. Hipertrofia ventricular e mortalidade cardiovascular em pacientes de hemodiálise de baixo nível educacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosana dos Santos e Silva Martin

    2012-01-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A hipertrofia ventricular esquerda é potente preditor de mortalidade em renais crônicos. Estudo prévio de nosso grupo mostrou que renais crônicos com menor escolaridade têm hipertrofia ventricular mais intensa. OBJETIVO: Ampliar estudo prévio e verificar se a hipertrofia ventricular esquerda pode justificar a associação entre escolaridade e mortalidade cardiovascular de pacientes em hemodiálise. MÉTODOS: Foram avaliados 113 pacientes entre janeiro de 2005 e março de 2008 e seguidos até outubro de 2010. Foram traçadas curvas de sobrevida comparando a mortalidade cardiovascular, e por todas as causas dos pacientes com escolaridade de até três anos (mediana da escolaridade e pacientes com escolaridade igual ou superior a quatro anos. Foram construídos modelos múltiplos de Cox ajustados para as variáveis de confusão. RESULTADOS: Observou-se associação entre nível de escolaridade e hipertrofia ventricular. A diferença estatística de mortalidade de origem cardiovascular e por todas as causas entre os diferentes níveis de escolaridade ocorreu aos cinco anos e meio de seguimento. No modelo de Cox, a hipertrofia ventricular e a proteína-C reativa associaram-se à mortalidade por todas as causas e de origem cardiovascular. A etiologia da insuficiência renal associou-se à mortalidade por todas as causas e a creatinina associou-se à mortalidade de origem cardiovascular. A associação entre escolaridade e mortalidade perdeu significância estatística no modelo ajustado. CONCLUSÃO: Os resultados do presente trabalho confirmam estudo prévio e demonstram, ademais, que a maior mortalidade cardiovascular observada nos pacientes com menor escolaridade pôde ser explicada por fatores de risco de ordem bioquímica e de morfologia cardíaca.

  12. Spirorchiids (Digenea: Spirorchiidae infecting a Hawksbill sea turtle Eretmochelys imbricata (Linnaeus 1758 from Brazil Spirorchiids (Digenea: Spirorchiidae infectando uma tartaruga marinha de pente Eretmochelys imbricata (Linnaeus 1758 no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    M.R. Werneck

    2008-06-01

    Full Text Available The occurrence of Amphiorchis caborojoensis Fischthal & Acholonu 1976 and Carettacola stunkardi Martin & Bamberger 1952 in a young specimen of Hawksbill sea turtle Eretmochelys imbricata Linnaeus 1758 in Brazil was reported. Five A. caborojoensis trematodes were found in the small intestine (n=2 and liver (n=3, and two adult C. stunkardi specimens were collected from body wash. This is the first report of parasites of E. imbricata in Brazilian waters and Southwestern Atlantic Ocean and the second report of members of the Spirorchiidae family in that region. In addition, E. imbricata is a new host recorded for C. stunkardi.Relata-se a ocorrência de Amphiorchis caborojoensis Fischthal & Acholonu 1976 e Carettacola stunkardi Martin e Bamberger 1952, em um exemplar juvenil de tartaruga marinha de pente Eretmochelys imbricata Linnaeus 1758 no Brasil. Foram coletados cinco trematódeos da espécie A. caborojoensis, dois no intestino delgado e três no fígado e dois exemplares adultos de C. stunkardi no lavado corporal. Destes apenas a espécie A. caborojoensis já tinha sido relatada como parasita dessa espécie de quelônio marinho. Esta é a primeira descrição de parasitas em E. imbricata em águas brasileiras e na área do Atlântico Sul Ocidental, e o segundo relato de membros da família Spirorchiidae na mesma região.

  13. Clorofíceas marinhas bentônicas da Praia de Serrambi, Pernambuco, Brasil Benthic marine Chlorophyceae from Serrambi Beach, Pernambuco, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sônia Maria Barreto Pereira

    1998-04-01

    Full Text Available É apresentado o levantamento florístico sobre as clorofíceas marinhas bentônicas encontradas na Praia de Serrambi, litoral Sul do Estado de Pernambuco. O material estudado foi coletado em três estações, as quais foram visitadas mensalmente durante o período de abril de 1986 a setembro de 1987. As clorofíceas foram representadas na flora local por 39 espécies, três variedades e uma forma, pertencentes às ordens Ulotrichales, Ulvales, Siphonocladales, Cladophorales, Caulerpales e Dasycladales. Acetabularia calyculus Quoy & Gaimard. In Freycinet, Bryopsis pennata Lamouroux, Bryopsis plumosa (Hudson C. Agardh, Caulerpa ambigua Okamura, Caulerpa serrulata (Forsskål J. Agardh emend Børgesen, Chaetomorpha brachygona Harvey, Cladophora coelothrix Kützing, Cladophoropsis membranacea (C. Agardh Børgesen, Codium intertextum Collins & Hervey, Ernodesmis verticillata (Kützing Børgesen são novas referências para a flora do litoral de Pernambuco. Pringsheimiella scutata (Reinke von Höhnel ex Marchewianka o é também para o litoral continental do Brasil. Halimeda opuntia (L. Lamouroux foi hospedeira de maior número de epífitas, enquanto Bryopsis plumosa, quando epífita, foi a que cresceu sobre maior número de hospedeiros.This survey presents studies about benthics marine chlorophyceae found in the Serrambi Beach, South coast of Pernambuco. The material studied was collected in three stations, which were visited monthly during the period from April, 1986 to September, 1987. The chlorophyceae were represented in this flora by 39 species, three varieties and one form, from orders Ulotrichales, Ulvales, Siphonocladales, Cladophorales, Caulerpales and Dasycladales. Acetabularia calyculus Quoy & Gaimard. In Freycinet, Bryopsis pennata Lamouroux, Bryopsis plumosa (Hudson C. Agardh, Caulerpa ambigua Okamura, Caulerpa serrulata (Forsskål J. Agardh emend Børgesen, Chaetomorpha brachygona Harvey, Cladophora coelothrix Kützing, Cladophoropsis

  14. Distribuição espacial da violência: mortalidade por causas externas em Salvador (Bahia, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paim Jairnilson Silva

    1999-01-01

    Full Text Available O presente estudo teve como objetivo descrever a distribuição da mortalidade por causas externas no espaço urbano de Salvador, Estado da Bahia, Brasil, em 1991. Foram calculados indicadores de mortalidade por causas externas e por tipos específicos de violência. A mortalidade proporcional por causas externas foi de 15% e a taxa de mortalidade correspondeu a 78,0 óbitos por 100 000 habitantes. As taxas de mortalidade por homicídios e por acidentes de transporte foram de 32,2 e 21,8 por 100 000 habitantes, respectivamente. Os idosos apresentaram um maior risco de morte por causas externas, seguidos dos adultos jovens e adolescentes. No caso dos idosos, 38% das mortes foram por acidentes de transporte e 28%, por quedas. Em relação aos jovens, predominam os homicídios, especialmente no sexo masculino e na faixa etária de 15 a 29 anos. Constatou-se uma distribuição desigual da mortalidade por causas externas no espaço urbano, penalizando, especialmente no caso dos homicídios, as populações residentes em bairros pobres, com taxas superiores ao coeficiente médio de Salvador. É necessário desenvolver medidas de prevenção e controle, incluindo políticas públicas e ações programáticas de saúde, orientadas para o espaço social sujeito a maior risco de morte por causas externas.

  15. Evolução temporal da mortalidade por suicídio em pessoas com 60 anos ou mais nos estados brasileiros, 1980 a 2009

    OpenAIRE

    Pinto,Liana Wernersbach; Pires,Thiago de Oliveira; Silva,Cosme Marcelo Furtado Passos da; Assis,Simone Gonçalves de

    2012-01-01

    Este artigo objetiva verificar a evolução temporal da mortalidade por suicídio em pessoas com 60 anos ou mais segundo a unidade da federação no período de 1980 a 2009. Na construção das séries históricas empregaram-se dados da mortalidade por suicídio (CID-9 códigos E950 a E959 e CID-10 códigos X60 a X84 e Y87.0) obtidos do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM/MS). Dados referentes à contagem populacional foram obtidos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Na avaliação d...

  16. Análise da mortalidade e das internações por doenças cardiovasculares em Niterói, entre 1998 e 2007

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Luiza Garcia Rosa

    2011-06-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A redução da mortalidade por doenças cardiovasculares é observada no Brasil há anos, atribuída à queda nos fatores de risco, melhora na terapêutica e diminuição da mortalidade hospitalar. OBJETIVO: Comparar a mortalidade populacional, o coeficiente de internação e a mortalidade hospitalar em unidades do Sistema Único de Saúde, para doença isquêmica do coração (DIC, doenças cerebrovasculares (DCBV e insuficiência cardíaca (IC, no município de Niterói, entre 1998 e 2007. MÉTODOS: Foram utilizados o número de óbitos e o de internações e mortalidade hospitalar de residentes em Niterói para o capítulo IX do CID10 e causas específicas disponíveis no Datasus, na população de 30 anos e mais. A diferença entre a magnitude dos indicadores foi calculada para homens e mulheres considerando a média do primeiro triênio menos a média do segundo triênio. RESULTADOS: Houve queda dos coeficientes de mortalidade populacional em homens e mulheres, para todas as faixas etárias, nos três grupos de causas e para o capítulo IX. A tendência à queda dos coeficientes diminuiu com a idade. Para DIC houve queda na mortalidade hospitalar. Para DCBV e IC, aumento. Os coeficientes de internação hospitalar por DIC diminuíram, com exceção de algumas faixas. CONCLUSÃO: O presente estudo permitiu esclarecer alguns aspectos da morbimortalidade cardiovascular em Niterói. A redução da mortalidade populacional e hospitalar por DIC indica haver melhor qualidade na abordagem dessa condição. O aumento da mortalidade hospitalar por DCBV e IC aponta para a necessidade de se dar maior atenção à qualidade do cuidado hospitalar para esses grupos de doenças.

  17. Mortalidad infantil en Cuba 1959-1999

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raúl Riverón Corteguera

    2001-09-01

    Full Text Available De 1959 a 1999, con los datos estadísticos disponibles, la mortalidad infantil en Cuba disminuyó en 81,3 %, la mortalidad neonatal precoz se redujo el 73,4 %, la mortalidad neonatal tardía el 83,6 % y la posneonatal en 86,0 %. Las reducciones obtenidas en el período se distribuyeron uniformemente entre todas las provincias, aunque la mayor disminución se produjo en las provincias centrales y occidentales. Los rubros que más disminuyeron sus tasas fueron: enteritis y otras enfermedades diarreicas, infecciones respiratorias agudas, afecciones perinatales en general y las meningitis, aunque todas las causas reducen la mortalidad en el período. La natalidad descendió el 51,3 %, la fecundidad lo hizo en 30 %, el crecimiento demográfico bruto de la población disminuyó el 59,8 %, el parto institucional aumentó en 65,9 %, el bajo peso al nacer descendió el 36,9 %, la mortalidad perinatal se redujo el 67,2 %, los nacidos vivos disminuyeron el 21,1 % y la supervivencia infantil a los 5 años aumentó el 3,8 %. Esto ha sido posible debido principalmente a la decisión política de priorizar el sector de la salud y muy especialmente la salud maternoinfantil adoptada por nuestro Estado a principios de la década de los 60, lo que permitió alcanzar avances en la organización, calidad de la atención y una amplia cobertura de los servicios de salud. También fueron elementos importantes, el mejoramiento del nivel de vida y de la educación alcanzados por la población, las mejoras logradas en la situación sanitaria y epidemiológica, la distribución equitativa de los alimentos que prioriza a la madre y al niño. Un elemento fundamental en la última década ha sido el desarrollo del "médico de la familia" en la atención primaria y el mejoramiento de la atención hospitalaria. Por otra parte han contribuido de manera notable el establecimiento del Programa Nacional de Atención Maternoinfantil, que abarca las inmunizaciones, el control de las

  18. Feeding associations between Guiana dolphins, Sotalia guianensis (Van Bénèden, 1864 and seabirds in the Lagamar estuary, Brazil Associações de alimentação entre o boto-cinza (Sotalia guianensis (Van Bénèden, 1864 e aves marinhas no estuário do Lagamar, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    MCO. Santos

    2010-02-01

    . guianensis observados no EC, 38 (8,7% envolveram interações com aves marinhas. No CEP, dos 286 grupos observados, 32 (11,2% envolveram as interações mencionadas. As seguintes aves marinhas foram observadas em associações de alimentação com S. guianensis: Fregata magnificens, Sula leucogaster, Phalacrocorax brasilianus, Sterna sp. No EC, S. leucogaster foi significativamente mais observada em associação de alimentação com o boto-cinza (χ2 = 22,84; g.l. = 3 p < 0,05, enquanto no CEP não foram observadas diferenças quando comparadas as aves marinhas (χ2 = 5,78; g.l. = 3, p = 0,1223. No EC, associações de alimentação foram significativamente mais freqüentes em águas internas (χ2 = 9,52; g.l. = 2, p < 0,05 e no inverno (χ2 = 12,46; g.l. = 1, p < 0,05. Dentre estes eventos, 44,7% dos grupos de associação foram compostos por mais de uma espécie. Sazonalidade nas associações de alimentação também foi observada no CEP (χ2 = 4,76; g.l. = 1, p < 0,05, com os mesmos padrões observados para o EC. As interações foram mais freqüentes na baía das Laranjeiras, CEP (χ2 = 11,65; d.f. = 2, p < 0,05. Dentre estes eventos, 74,2% dos grupos de associação foram compostos por mais de uma espécie de ave marinha. A transparência da água, a distribuição e a abundância de presas e das aves marinhas, o tamanho de grupo dos cetáceos, e o ciclo de vida das aves marinhas e das presas são listados como os principais fatores que favorecem as associações de alimentação multiespecífica no estuário do Lagamar.

  19. Mortalidade infantil por causas evitáveis em uma cidade do Nordeste do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suelayne Gonçalves do Nascimento

    2014-04-01

    Full Text Available Estudo de corte transversal que objetivou descrever a ocorrência da mortalidade infantil em Recife (PE entre 2000 e 2009, segundo causas evitáveis. A população foi composta pelos óbitos infantis de mães residentes na cidade do Recife e a classificação de evitabilidade adotou a Lista de causas de mortes evitáveis por intervenções do Sistema Único de Saúde. Para análise dos dados utilizou-se estatística descritiva. Foi observado decréscimo no coeficiente de mortalidade infantil de 20,4 para 12,1 por 1.000 nascidos vivos. Do total de 3.743 óbitos registrados, 2.861 (76,4% foram classificados como evitáveis. Destacaram-se os óbitos reduzíveis por adequada atenção à mulher na gestação. A abordagem da evitabilidade auxilia nas discussões relacionadas à organização, qualidade e acesso aos serviços de saúde, bem como na identificação dos óbitos que poderiam ter sido prevenidos ou evitados por uma adequada atenção à saúde materno-infantil.

  20. Correcao de informacoes vitais: estimacao da mortalidade infantil, Brasil, 2000-2009

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Germano de Frias

    2013-12-01

    Full Text Available OBJETIVO : Propor método simplificado para corrigir informações vitais e estimar o coeficiente de mortalidade infantil no Brasil. MÉTODOS : A correção dos dados vitais dos sistemas de informação sobre mortalidade e nascidos vivos foi obtida por meio de fatores de correção, estimados com base em eventos não informados ao Ministério da Saúde e captados por pesquisa de busca ativa. O método simplificado de correção das informações vitais, de 2000-2009 para o Brasil e unidades da federação, estabelece o nível de adequação das informações de óbitos e nascidos vivos, pelo cálculo do coeficiente geral de mortalidade padronizado por idade e da razão entre os nascidos vivos, informados e esperados, respectivamente, em cada município brasileiro. A partir da aplicação dos fatores de correção ao número de óbitos e nascidos vivos, informados em cada município, as estatísticas vitais foram corrigidas, possibilitando estimar o coeficiente de mortalidade infantil. RESULTADOS : Os maiores fatores de correção foram referentes aos óbitos infantis que atingiram valores maiores do que 7 para municípios com grande precariedade de informações de mortalidade. Os fatores de correção apresentaram gradiente decrescente à medida que melhoraram os indicadores de adequação das informações vitais para óbitos e nascidos vivos. As informações vitais corrigidas pelo método simplificado por unidade da federação, em 2008, foram similares às obtidas na pesquisa de busca ativa. A taxa de natalidade e o coeficiente de mortalidade infantil decresceram em todas as regiões brasileiras, no período. A taxa de decréscimo anual foi de 6,0% no Nordeste, a maior do Brasil (4,7%. CONCLUSÕES : A busca ativa de óbitos e nascimentos possibilitou calcular fatores de correção por nível de adequação das informações de mortalidade e de nascidos vivos. O método simplificado proposto permitiu corrigir as informações vitais por

  1. Pequenos para idade gestacional: fator de risco para mortalidade neonatal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Almeida Márcia Furquim de

    1998-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estudar as variáveis contempladas na Declaração de Nascimento (DN como possíveis fatores de risco para nascimentos pequenos para a idade gestacional (PIG e o retardo de crescimento intra-uterino como fator de risco para a mortalidade neonatal. MATERIAL E MÉTODO: As variáveis existentes na DN foram obtidas diretamente de prontuários hospitalares. Os dados referem-se a uma coorte de nascimentos obtida por meio da vinculação das declarações de nascimento e óbito, correspondendo a 2.251 nascimentos vivos hospitalares, de mães residentes, ocorridos no Município de Santo André, Região Metropolitana de São Paulo, no período de l/1 a 30/6/1992, e aos óbitos neonatais verificados nessa coorte. RESULTADOS: Obteve-se a proporção de 4,3% de nascimentos PIG, significativamente maior entre os recém-nascidos de pré-termo e pós-termo, entre os nascimentos cujas mães tinham mais de 35 anos de idade e grau de instrução inferior ao primeiro grau completo. Os recém-nascidos PIG apresentam maior risco de morte neonatal que aqueles que não apresentavam sinais de retardo de crescimento intra-uterino. CONCLUSÕES: Em áreas com menor freqüência de baixo peso ao nascer, é importante investigar a presença de retardo de crescimento intra-uterino entre os nascimentos prematuros e não apenas nos nascimentos de termo. O registro da data da última menstruação (ou da idade gestacional em semanas não agregadas na DN facilitaria a detecção de PIGs na população de recém-nascidos.

  2. Factores de riesgo de mortalidad precoz del Trasplante Pulmonar

    OpenAIRE

    Kreis Esmendi, Germán

    2006-01-01

    Consultable des del TDX Títol obtingut de la portada digitalitzada A pesar de la experiencia acumulada, la mortalidad postoperatoria temprana del trasplante pulmonar continua siendo elevada. Los factores asociados a este evento permanecen siendo controvertidos. Objetivo: Revisar la serie de trasplantes pulmonares realizados en el Hospital Vall d' Hebron para establecer la supervivencia acumulada e identificar los factores asociados con riesgo de mortalidad postoperatoria precoz. Pacient...

  3. Mortalidade em idosos por diabetes mellitus como causa básica e associada

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cláudia Medina Coeli

    2002-04-01

    Full Text Available OBJETIVO:Analisar a mortalidade por diabetes mellitus em idosos e a subenumeração do diabetes como causa do óbito de acordo com estatísticas baseadas unicamente em causa básica de óbito. MÉTODOS:Foram revisadas todas as 2.974 declarações de óbito ocorridas em 1994 de idosos residentes em um núcleo habitacional localizado na cidade do Rio de Janeiro, RJ. Destas, foram estudados 291 óbitos, tendo o diabetes mellitus como causa básica (150 e associada (141. A proporção de óbitos em que a diabetes aparece como causa básica em relação ao total de óbitos por diabetes foi calculada de forma global e segundo sexo e faixa etária. RESULTADOS:Dos 291 óbitos estudados, 138 (47,4% ocorreram em homens, e 153, em mulheres (52,6%. As taxas de mortalidade apresentaram crescimento contínuo com o avançar da idade, sendo superiores no sexo masculino, embora a diferença entre sexos tenha sido menor para a análise baseada unicamente na causa básica. Observou-se proporção elevada de óbitos domiciliares (22%. A proporção de óbitos por diabetes como causa básica foi de 51,5%, sendo maior nas mulheres do que nos homens. CONCLUSÕES:A análise das estatísticas de mortalidade baseadas unicamente na causa básica do óbito pode levar a perfis distorcidos, em função da subenumeração não ocorrer aleatoriamente. Estudos adicionais em coortes de idosos brasileiros diabéticos são necessários para permitir uma avaliação mais acurada da mortalidade nesse grupo.

  4. Fatores de risco para mortalidade hospitalar nas reoperações valvares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    BRANDÃO Carlos Manuel de Almeida

    2002-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar fatores de risco para mortalidade hospitalar em reoperações valvares. MÉTODO: Foi realizada análise prospectiva de 194 pacientes submetidos a reoperações valvares no período entre julho de 1995 e junho de 1999. As variáveis estudadas foram: sexo, idade, classe funcional, número e tipo de operações prévias, intervalo entre as operações, caráter da operação, creatinina sérica, fração de ejeção do ventrículo esquerdo, diâmetros diastólico e sistólico do ventrículo esquerdo, pressão sistólica de ventrículo direito, atividade de protrombina, relação do tempo de tromboplastina parcial ativada, contagem de plaquetas, tempo de circulação extracorpórea, tempo de pinçamento aórtico, posição e número de valvas, tipo de procedimento, operações associadas e volume de sangramento intra-operatório. Análise univariada e multivariada foi realizada para determinar os fatores de risco para mortalidade hospitalar. RESULTADOS: A mortalidade hospitalar foi de 8,8% (17 pacientes. A análise univariada identificou as seguintes variáveis associadas a maior mortalidade: classe funcional avançada, fração de ejeção do ventrículo esquerdo baixa, atividade de protrombina baixa, creatinina elevada, tempo de circulação extracorpórea prolongado, tempo de pinçamento aórtico prolongado, procedimentos associados e volume de sangramento intra-operatório elevado. Na análise multivariada foram significativas: classe funcional IV, creatinina > 1,5 mg/dl e tempo de circulação extracorpórea > 120 minutos. CONCLUSÕES: As variáveis classe funcional IV, creatinina > 1,5 mg/dl e tempo de circulação extracorpórea > 120 minutos são fatores de risco independentes para mortalidade hospitalar nas reoperações valvares.

  5. α-, β-caroteno e α-tocoferol em algas marinhas in natura α- and β-carotene, and α-tocopherol in fresh seaweeds

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Barbosa de Sousa

    2008-12-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi avaliar o potencial de 32 espécies de algas marinhas das divisões Chlorophyta, Rhodophyta e Phaeophyta como fontes de α- e β-caroteno e α-tocoferol. Todas as clorofíceas analisadas apresentaram α- e β-caroteno. Os teores máximo e mínimo de α-caroteno foram detectados nas espécies do gênero Caulerpa e em Codium decorticatum, respectivamente; e β-caroteno foi mais baixo em Caulerpa mexicana e mais elevado em Ulva fasciata. Dentre as rodofíceas, 11 espécies apresentaram α-caroteno, com máximo em Botryocladia occidentalis. β-caroteno foi encontrado em todas as algas vermelhas analisadas com teores mínimo e máximo em Gracilaria caudata e Bryothamnion triquetrum, respectivamente. As feofíceas apresentaram apenas β-caroteno, com mínimo e máximo em Dictyopteris delicatula e Padina gymnospora, respectivamente. Na divisão Chlorophyta, α-tocoferol, foi máximo em Codium decorticatum e mínimo em Caulerpa prolifera. Na Rhodophyta, 12 espécies apresentaram α-tocoferol com teor máximo em Enantiocladia duperreyi. Na Phaeophyta, α-tocoferol foi encontrado com valores mínimo e máximo em Lobophora variegata e Dictyota dichotoma, respectivamente.The aim of this work was to evaluate the potential of 32 marine macro algae species, members of Chlorophyta, Rhodophyta and Phaeophyta, as sources of a-carotene, b-carotene and a-tocopherol. Both b-carotene and a-carotene were found in all species of green macroalgae analyzed. The maximum content of a-carotene was detected in algae belonging to Caulerpa genus and the minimum in Codium decorticatum. The amount of b-carotene found was minimum in Caulerpa mexicana and maximum in Ulva fasciata. Among the Rhodophyta species, eleven contain a-carotene, the maximum content was found in Botryocladia occidentalis. b-Carotene was found in all red macroalgae analyzed presenting the lowest and highest values in Gracilaria caudata and Bryothamnion triquetrum, respectively

  6. Tendência da mortalidade perinatal em Belo Horizonte, 1984 a 2005 Tendencia de la mortalidad perinatal en Belo Horizonte, 1984 a 2005 Tendency of perinatal mortality in Belo Horizonte, 1984 to 2005

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eunice Francisca Martins

    2010-06-01

    Full Text Available O estudo objetivou analisar a tendência da mortalidade perinatal no município de Belo Horizonte no período de 1984 a 2005. A fonte dos dados foi o Sistema de Informação de Mortalidade (SIM. Realizou-se regressão linear simples para estimar a tendência de redução do percentual de informações ignoradas no SIM e das taxas de mortalidade. A melhora da qualidade da informação foi estatisticamente significativa apenas para a escolaridade materna e peso ao nascer. A redução média da mortalidade perinatal no período foi de 57,52%. O decréscimo da mortalidade perinatal nas duas últimas décadas em Belo Horizonte foi significativo, mas esforços devem ser direcionados no sentido de melhorar a completude do SIM para variáveis importantes na elaboração dos indicadores perinatais.El estudio apuntó a analizar la tendencia de la mortalidad perinatal en el distrito municipal de Belo Horizonte en el periodo de 1984 a 2005. La fuente de los datos era el Sistema de Información de Mortalidad. Tuvieron lugar la regresión lineal simple para estimar la tendencia de reducción del percentil de información desconocida en el sistema y de los impuestos de mortalidad. La mejora de la calidad de la información fue los significantes sólo para la educación maternal y peso al nacer. La reducción elemento de la mortalidad perinatal en el periodo era de 57,52%. La disminución de la mortalidad perinatal en las últimas dos décadas en Belo Horizonte era significante, pero deben dirigirse los esfuerzos en el sentido de mejorar el completude del sistema para las variables importantes en la elaboración del perinatais de los indicadores.The study aimed at to analyze the tendency of the mortality perinatal in the municipal district of Belo Horizonte in the period from 1984 to 2005. The source of the data was the System of Information of Mortality. Took place simple lineal regression to esteem the tendency of reduction of the percentile of unknown

  7. Perfil de mortalidade por causas externas entre Adventistas do Sétimo Dia e a população geral

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Paula Costa Velten

    Full Text Available Resumo Este estudo teve por objetivo comparar o perfil de mortalidade por causas externas entre Adventistas do Sétimo Dia e população geral do Espírito Santo no período de 2003 a 2009. Realizou-se busca dos Adventistas no banco nominal do Sistema de Informação sobre Mortalidade de posse das informações dos Adventistas fornecidas pelas sedes administrativas da instituição. Os óbitos por causas externas ocorridos no período estudado foram então separados em dois grupos: Adventistas e população geral. Os Adventistas apresentaram menor mortalidade proporcional por causas externas (10% que a população geral (19%, sendo o sexo masculino o principal responsável por essa diferença. Em ambos os grupos os óbitos predominaram na faixa de 20 a 29 anos. As mortes por causas acidentais foram mais expressivas entre os Adventistas (68,08% enquanto as mortes por causas intencionais relacionadas às agressões e lesões autoprovocadas foram mais significativas na população geral (53,67% de todas as mortes. A razão de mortalidade padronizada para as causas externas foi 41,3, sendo assim ser Adventista reduziu a mortalidade em 58,7%. Acredita-se que o benefício dos Adventistas verificado em relação à mortalidade por causas externas possa estar relacionado à recomendação de abstinência do consumo de álcool por esse grupo.

  8. A mortalidade neonatal em 1998, no município de Botucatu - SP La mortalidad neonatal en 1998, en el município de Botucatu-SP The neonatal mortality in 1998 at the municipality of Botucatu-SP

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kátia Poles

    2000-07-01

    Full Text Available Considerando que a mortalidade neonatal é indicador da qualidade da assistência prestada à gestante, ao parto e ao recém-nascido, realizamos o presente trabalho, cujo objetivo foi identificar as causas e o índice de mortalidade neonatal durante o ano de 1998 em Botucatu-SP. O coeficiente de mortalidade neonatal obtido foi de 8,3/1000 nascidos vivos e o coeficiente de mortalidade neonatal precoce foi de 7,3/1000 nascidos vivos, confirmando a importância dos óbitos na primeira semana de vida. Aproximadamente três quartos dos óbitos puderam ser classificados como reduzíveis por diagnóstico e tratamento precoces, reduzíveis por adequada atenção ao parto ou parcialmente reduzíveis por adequado controle da gravidez, evidenciando que para se reduzir os índices de morte neonatal, deveremos investir na melhoria da qualidade da assistência prestada à gestante, à parturiente e ao neonato.Considerando que la mortalidad neonatal es un indicador de la calidad de la asistencia ofrecida en la gestación, al parto y al recién- nacido, realizamos el presente trabajo, con el objetivo de estudiar la mortalidad neonatal durante el año de 1998 en Botucatu-SP. El coeficiente de mortalidad neonatal encontrado fue 8,3/1000 nacidos vivos y el coeficiente de mortalidad neonatal precoz fue de 7,3/1000 nacidos vivos, confirmando la importancia de las defunciones en la primera semana de vida. Los resultados mostraron que aproximadamente tres cuartos de las defunciones pueden ser reducidas con el control del embarazo, con el diagnóstico y tratamiento precoz o con la adecuada atención al parto, evidenciando que para reducir los índices de mortalidad neonatal, deberemos invertir en la mejoría de la calidad de la asistencia ofrecida en la gestación, en el parto y al recién-nacido.Considering that neonatal mortality is an indicator of the quality of the care provided to pregnant women, at childbirth as well as to the new born, authors developed the

  9. La vida: medición y análisis de la mortalidad

    OpenAIRE

    Rodríguez Jaume, María José

    2008-01-01

    Presentación de: las fuentes demográficas para el estudio de la mortalidad, de las características de la mortalidad como fenómeno demográfico; y de los conceptos con los que se operacionaliza el fenómeno demográfico objeto de estudio. Introduccion en la medición del fenómeno de la mortalidad de la mano de tres indicadores: Tasa Bruta de Mortalidad, Tasas Específicas de Mortalidad, Tasa de Mortalidad Infantil.

  10. Organization life cycles: longevity and mortality of micro and small industries in Contagem - Minas Gerais, Brazil Ciclo de vida de las organizaciones: señales de longevidad y mortalidad de micro y pequeñas industrias en la región de Contagem - Minas Gerais, Brasail Ciclo de vida das organizações: sinais de longevidade e mortalidade de micro e pequenas indústrias na região de Contagem - MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wendel Alex Castro Silva

    2010-09-01

    la quinta fase y presentan características positivas de las fases anteriores. En razón de algunas limitaciones de la investigación se sugiere su ampliación para la totalidad de la poblaciónEste trabalho teve como objetivo identificar em qual estágio do Ciclo de Vida Organizacional estão algumas micro e pequenas empresas do segmento industrial da região de Contagem-MG, a partir da abordagem de longevidade empresarial segundo a tipologia de Adizes (1990. Para alcançar os objetivos do estudo, efetuou-se uma pesquisa de campo quantitativa com uma amostra de dezessete empresas, selecionadas por acessibilidade, em uma carteira de clientes da principal instituição financeira da região. Os dados foram coletados por meio de questionário fechado, com a escala de Likert de cinco pontos. Na análise de resultados foi utilizada uma abordagem descritiva, não paramétrica, para estabelecer o Ranking Médio (RM e mensurar o grau de concordância das características avaliadas. Os principais resultados mostram que as empresas pesquisadas com até dois anos de vida encontram-se no segundo estágio, a Infância; as empresas com idade de dois a cinco anos não apresentam um estágio definido, variando entre o segundo e o quinto estágio, a Plenitude; as empresas com mais de cinco anos encontram-se no quinto estágio e apresentam características positivas dos estágios anteriores. Em razão de algumas limitações da pesquisa, sugere-se sua ampliação para a totalidade da população

  11. Mortalidad por paludismo en Colombia, 1979-2008

    OpenAIRE

    Pablo Chaparro; Julio Padilla

    2012-01-01

    Introducción. En Colombia, el paludismo representa un grave problema de salud pública. Se estima que, aproximadamente, 60 % de la población se encuentra en riesgo de enfermar o de morir por esta causa. Objetivo. Describir la tendencia de la mortalidad por paludismo en Colombia desde 1979 hasta 2008. Materiales y métodos. Se llevó a cabo un estudio descriptivo para determinar la tendencia de las tasas de mortalidad. Las fuentes de información fueron las bases de datos de las defunciones...

  12. Mortalidad cardiovascular: ¿cómo prevenirla?

    OpenAIRE

    Estruch, Ramón

    2014-01-01

    El primer escalón en la prevención y tratamiento de muchas enfermedades crónicas como las enfermedades cardiovasculares es el seguimiento de una dieta saludable. Varios estudios epidemiológicos han mostrado que el seguimiento de una dieta mediterránea tradicional reduce la mortalidad global, la mortalidad cardiovascular y la incidencia de enfermedades crónicas como las cardiovasculares, el cáncer y las patologías neurodegenerativas. No obstante, un único estudio ha analizado los efectos de la...

  13. Mortalidade por causas relacionadas ao aborto no Brasil: declínio e desigualdades espaciais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bruno Gil de Carvalho Lima

    2000-03-01

    Full Text Available Além de constituir causa freqüente de internamentos obstétricos em países pobres, o aborto representa a incapacidade do sistema público de saúde de prover informação suficiente sobre métodos contraceptivos para prevenir gestações em vez de interrompê-las. No Brasil, as altas taxas de utilização de serviços de saúde por abortamentos refletem as dificuldades persistentes de contracepção e planejamento familiar. Além disso, a mortalidade por aborto serve como indicador da qualidade dos procedimentos abortivos, um ponto importante num país onde tal prática é ilegal e, portanto, clandestinamente realizada. No presente estudo, analisamos as taxas de mortalidade por causas relacionadas ao aborto entre mulheres de 10 a 54 anos de idade, incluindo aquelas que morreram por abortamentos espontâneos e provocados, de 1980 a 1995, segundo região de residência. As informações utilizadas foram obtidas do banco de dados sobre mortalidade do Sistema Único de Saúde --Ministério da Saúde. Dados sobre população foram obtidos junto à Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Estudaram-se 2 602 óbitos. Do total de óbitos, 15% foram devidos a aborto retido, aborto espontâneo e aborto induzido com indicação legalmente admitida. Oitenta e cinco por cento dos óbitos foram causados por aborto induzido sem indicação legalmente admitida e por aborto sem causa especificada. Os coeficientes de mortalidade por causas relacionadas ao aborto têm decrescido continuamente no Brasil, mas tais avanços têm-se distribuído desigualmente no país. A região que apresentou a menor queda na taxa (38% em 15 anos foi o Nordeste. As mulheres que morreram por aborto tiveram uma média de idade decrescente no período estudado.

  14. Mortalidade por leucemias relacionada à industrialização Mortality by industrialization-related leukemias

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carmen Helena Seoane Leal

    2002-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a distribuição espacial da mortalidade por leucemia na população, buscando identificar agregados e estabelecer sua relação com os níveis de industrialização. MÉTODOS: O estudo foi realizado nas 43 regiões de governo do Estado de São Paulo, no qüinqüênio 1991-1995. Foi construído um "índice de industrialização relativo à leucemia" (IIRL baseado no número de indústrias e empregos industriais por 100.000 habitantes, valor adicionado fiscal, variedade de ramos industriais e indústrias com potenciais exposições de risco para a leucemia. O IIRL foi distribuído em cinco categorias. Verificaram-se os coeficientes padronizados de mortalidade por leucemia em cada uma das regiões, também distribuídos em cinco categorias e comparados ao mapa IIRL. RESULTADOS: As regiões mais industrializadas em ordem decrescente foram Campinas, Piracicaba, Jundiaí, Sorocaba e São Paulo. Não foi encontrada associação entre mortalidade, por nenhum tipo de leucemia, e industrialização. A região de Jales foi a que apresentou o mais alto coeficiente padronizado de mortalidade por leucemia. CONCLUSÕES: A distribuição da mortalidade por leucemia ocorreu de forma homogênea no Estado de São Paulo, não apresentando correlação com o nível de industrialização. Entretanto, aspectos relacionados ao método epidemiológico adotado -- estudo ecológico -- e ao uso do parâmetro "mortalidade por leucemia", doença cujo prognóstico tem mudado muito nas últimas décadas, limitaram a interpretação dos resultados.OBJECTIVE: To analyze the spatial distribution of mortality by leukemia in the population, looking for clusters, and to establish an association with the level of industrialization. METHOD: The study was carried out in 43 state regions of the state of São Paulo, Brazil, in the period between 1991 and 1995. It was created an Index of Industrialization-Related Leukemia (IIRL based on number of manufactures and

  15. Comparacao dos criterios RIFLE, AKIN e KDIGO quanto a capacidade de predicao de mortalidade em pacientes graves

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Talita Machado Levi

    2013-12-01

    Full Text Available Objetivo: A lesão renal aguda é uma complicação comum em pacientes gravemente enfermos, sendo os critérios RIFLE, AKIN e KDIGO utilizados para sua classificação. Esse trabalho teve como objetivo a comparação dos critérios citados quanto à capacidade de predição de mortalidade em pacientes gravemente enfermos. Métodos: Estudo de coorte prospectiva, utilizando como fonte de dados prontuários médicos. Foram incluídos todos os pacientes admitidos na unidade de terapia intensiva. Os critérios de exclusão foram tempo de internamento menor que 24 horas e doença renal crônica dialítica. Os pacientes foram acompanhados até a alta ou óbito Para análise dos dados, foram utilizados os testes t de Student, qui-quadrado, regressão logística multivariada e curva ROC. Resultados: A média de idade foi de 64 anos, com mulheres e afrodescendentes representando maioria. Segundo o RIFLE, a taxa de mortalidade foi de 17,74%, 22,58%, 24,19% e 35,48% para pacientes sem lesão renal aguda e em estágios Risk, Injury e Failure, respectivamente. Quanto ao AKIN, a taxa de mortalidade foi de 17,74%, 29,03%, 12,90% e 40,32% para pacientes sem lesão renal aguda, estágio I, estágio II e estágio III, respectivamente. Considerando o KDIGO 2012, a taxa de mortalidade foi de 17,74%, 29,03%, 11,29% e 41,94% para pacientes sem lesão renal aguda, estágio I, estágio II e estágio III, respectivamente. As três classificações apresentaram resultados de curvas ROC para mortalidade semelhantes. Conclusão: Os critérios RIFLE, AKIN e KDIGO apresentaram-se como boas ferramentas para predição de mortalidade em pacientes graves, não havendo diferença relevante entre os mesmos.

  16. Mortalidade por armas de fogo no estado do Rio de Janeiro, Brasil: uma análise espacial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Szwarcwald Célia Landman

    1998-01-01

    Full Text Available O aumento da mortalidade por armas de fogo no estado do Rio de Janeiro, Brasil, tem tomado um aspecto alarmante. O objetivo deste estudo foi caracterizar a evolução temporal da mortalidade por armas de fogo neste estado, no período de 1979 a 1992, conforme sexo, idade e região de residência (capital, cinturão metropolitano e interior do estado e estudar a propagação da epidemia ao longo do tempo e do espaço, com a utilização de técnicas de análise estatística espacial. No período analisado, a mortalidade por armas de fogo teve o seu maior crescimento entre adolescentes de 15 a 19 anos, do sexo masculino; estas taxas variaram de 13 a 16% para este grupo, conforme a região de residência. Para o grupo das crianças de 10 a 14 anos, a mortalidade por armas de fogo teve um acréscimo de 10% ao ano. Foi nítida a interiorização da mortalidade por armas de fogo. No início da série, observou-se uma direção preferencial de disseminação, ao longo dos municípios situados na costa leste do estado, acompanhando o trajeto de uma rodovia federal. Entre 1990 e 1992, entretanto, a difusão ocorreu em praticamente todas as direções. A constatação empírica da expansão generalizada da mortalidade por armas de fogo nega as afirmações corriqueiras de concentração da violência nos bolsões de pobreza das metrópoles brasileiras. Os programas para prevenir e controlar a epidemia devem abordar o problema sob diferentes aspectos, enfocando questões tanto no plano coletivo (proliferação de armas entre a população vinculada ao contrabando internacional de armas, aumento da criminalidade, expansão do tráfico de drogas e exclusão de oportunidades sociais, assim como no plano individual (relações e interações dos jovens com seu ambiente, em nível da família, da escola e da sociedade.

  17. Representações Sociais Acerca das Tartarugas Marinhas de Pescadores Artesanais de Ajuruteua, Amazônia Costeira, Bragança-Pará, Brasil

    OpenAIRE

    Barboza, Roberta Sá Leitão; Santos, Claudia Nunes; Paolo, Darcy Flexa Di; Saraiva, Luis Junior Costa

    2018-01-01

    Estudar a relação entre seres humanos e não-humanos, sobretudo, junto às chamadas populações tradicionais requer a devida identificação do contexto sócio ambiental e cultural em que tais relações se desenvolvem. As inter-relações entre pescadores e tartarugas marinhas nas Comunidades Bonifácio e vila dos Pescadores (praia Ajuruteua, Bragança-Pará) foram descritas com base em metodologias participativas. A pesca é a principal atividade desenvolvida e as atividades destes atores nas áreas marin...

  18. Mortalidade e morbidade da cidade do Rio de Janeiro imperial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Luiza Marcílio

    1993-07-01

    Full Text Available Trata o artigo dos primeiros resultados de um Projeto de Pesquisa sobre a "História Social da Saúde no Brasil (séculos 18 e 19", que estamos desenvolvendo. Contextualizamos sumariamente as condições sanitárias do Rio de Janeiro, durante o Império e a ação do Governo e da Academia Imperial de Medicina.  Calculamos os níveis da mortalidade geral e diferenciada (livres e escravos e mortalidade infantil. Descobrimos que anualmente e até o final do século, a mortalidade foi inferior à natalidade. O movimento sazonal mostrou aos que os meses quentes e úmidos eram os de maior mortalidade. Enfim, procuramos mapear a cronologia das grandes epidemias que assolaram a população carioca no século passado e conhecer as principais moléstias crônicas mais mortíferas. A tuberculose pulmonar por si só foi responsável por cerca de 15% das mortes em todo o período.

  19. Temperatura de incubação e razão sexual em filhotes recém-eclodidos da tartaruga marinha Eretmochelys imbricata (Linnaeus, 1766 no município do Ipojuca, Pernambuco, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thyara N. Simões

    2014-01-01

    Full Text Available O desenvolvimento do sexo em tartarugas marinhas é determinado pela temperatura de incubação dos ovos (TSD - Temperature-dependent Sex Determination. Para a espécie Eretmochelys imbricata, pouco se sabe a respeito da proporção sexual das desovas que ocorrem no litoral sul de Pernambuco. Diante disso, o objetivo desse estudo é analisar a relação entre o desenvolvimento sexual e a temperatura de incubação de ninhos de tartarugas-de-pente, depositados na Praia de Merepe, município do Ipojuca, Pernambuco. Os dados de temperatura foram coletados em nove ninhos, durante os meses de janeiro a junho de 2013, com auxílio de registradores de temperatura do tipo Data loggers (Modelo Onset Computer, UA-001-08. As médias registradas para os ninhos amostrados em relação ao período de incubação e temperatura foram de 54 dias e de 31,68ºC. Com base nesses resultados, os ninhos apresentaram uma forte tendência para o desenvolvimento de fêmeas, sendo a razão sexual, estimada por meio de análises histológicas, de 86,53% para fêmeas. Portanto, a Praia de Merepe possui temperaturas que propiciam uma maior diferenciação de neonatos fêmea. Entretanto, estudos mais detalhados devem ser realizados com a intenção de verificar se esses mesmos resultados podem ser obtidos para todo o litoral ipojucano.

  20. Vineberg Procedure by "Vineberg technique modified by Lobo Filho": morbidity and mortality in the imediate post operative period, angiography results and flow analyze of the left internal thoracic artery implanted Procedimento de Vineberg pela técnica de "Vineberg modificada por Lobo Filho": morbi-mortalidade imediata, resultados angiográficos e análise do fluxo na artéria torácica interna esquerda implantada

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Glauco Lobo Filho

    2003-10-01

    êmica do ventrículo esquerdo. O principal questionamento acerca desse procedimento é a capacidade de fornecimento de fluxo sanguíneo adequado para o miocárdio isquêmico. OBJETIVOS: Avaliar os resultados angiográficos do procedimento de Vineberg pela técnica de Vineberg modificada por Lobo Filho e a morbi-mortalidade no pós-operatório imediato (POI, bem como analisar o fluxo na artéria torácica interna esquerda (ATIE implantada, em repouso e estresse. MÉTODO: De setembro de 1999 a abril 2002, em nosso serviço, oito pacientes foram operados pela técnica supracitada, na qual a introdução da artéria torácica interna na intimidade da musculatura do ventrículo esquerdo foi realizada com auxílio de um "kit" destinado à introdução de marcapassos cardíacos endocárdicos definitivos por punção da veia subclávia. Após seis meses, os pacientes foram estudados angiograficamente e submetidos ao ecodoppler da ATIE implantada. Para estudo do fluxo da ATIE pelo ecodoppler, constituímos dois grupos: "Grupo Vineberg", composto pelos oito pacientes citados; e o "Grupo Controle", composto por vinte pacientes, nos quais a ATIE foi utilizada para revascularizar diretamente a artéria interventricular anterior. O estudo angiográfico demonstrou perviabilidade de todos os enxertos em ambos os grupos. No estudo pelo ecodoppler, foram realizadas medidas de débito e velocidade de fluxo no enxerto. A análise dos dados obtidos foi feita pelo teste-T para amostras pareadas e não pareadas. RESULTADOS: Não houve óbitos ou complicações no POI. O estudo angiográfico demonstrou perviabilidade em 100% dos casos. O débito total observado foi cerca de 55% daquele encontrado no Grupo Controle. Em ambos os grupos, o débito total aumentou do repouso para o estresse. CONCLUSÃO: A técnica de Vineberg modificada por Lobo Filho pode ser utilizada com baixas taxas de morbi-mortalidade, alto índice de perviabilidade, oferecendo fluxo sanguíneo significativo em repouso e sob

  1. Análise dos fatores de risco para mortalidade na estimulação pediátrica endocárdica transfemoral: experiência em longo prazo Risk factors analysis in transvenous pediatric pacing through femoral access: long-term experience

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberto Costa

    2005-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: A estimulação cardíaca permanente melhora a sobrevida de crianças com bradicardia congênita ou adquirida, embora a mortalidade após o implante de marcapasso permaneça relativamente alta. O objetivo deste estudo foi avaliar os resultados em longo prazo de crianças submetidas a implante de marcapasso endocárdico pela veia femoral, incluindo a identificação de fatores de risco associados à mortalidade. MÉTODO: De 1981 a 2000, 99 pacientes variando em idade de um dia a 13 anos (4,1 ± 3,6 com mediana = 3 anos foram submetidos a implante de marcapasso permanente pela via femoral devido a bradicardia de origem congênita (39,4%, pós-cirúrgica (54,5% ou adquirida não cirurgicamente (6,1%. RESULTADOS: Ao final de 7,1 ± 5,3 anos (708,3 pacientes-anos de seguimento, 18 (18,2% pacientes haviam morrido. A sobrevida atuarial foi de 85%, 79,5%, e 74,2%, aos cinco, 10, e 15 anos, respectivamente. Os fatores independentes de mortalidade identificados pela análise proporcional de Cox foram: menor idade ao implante (p = 0,028, presença de anomalias cardíacas não corrigidas ou presença de próteses intracardíacas (p = 0,0001 e evidências radiográficas de cardiomegalia (p = 0,035. CONCLUSÕES: A estimulação cardíaca endocárdica permanente pela via femoral apresenta expectativa de sobrevida comparável a outras técnicas, com baixas taxas de complicações devidas ao implante de marcapasso. A sobrevida em longo prazo foi limitada pela menor idade e dilatação cardíaca no momento do implante, assim como pela presença de defeitos cardíacos sem correção ou de próteses valvares.OBJECTIVE: Permanent cardiac pacing improves survival of children with congenital or acquired bradycardia, although mortality after pacing remains relatively high. The aim of this study was to evaluate the long-term outcomes of children who undergo permanent endocardial cardiac pacing via the femoral vein, including the identification of associated

  2. Impact on early and late mortality after blood transfusion in coronary artery bypass graft surgery Impacto na mortalidade precoce e tardia após transfusão de hemácias em cirurgia de revascularização miocárdica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antonio Alceu dos Santos

    2013-03-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To assess the 30-day and 1-year mortality associated to the red blood cell transfusion after coronary artery bypass grafting surgery. This procedure has been questioned by the international medical community, but it is still widely used in cardiac surgery. Therefore, it is needed more evidence of this medical practice in our country. METHODS: We retrospectively analyzed 3,004 patients who underwent coronary artery bypass grafting surgery between June 2009 and July 2010. Patients were divided into two groups: non-transfused and transfused. RESULTS: The transfused group totaled 1,888 (63% and non-transfused 1,116 (37%. There were 129 deaths in 30 days, with 108 (84% in the transfused group and 21 (16% in the non-transfused (POBJETIVO: Avaliar a mortalidade em 30 dias e em 1 ano associada à transfusão de glóbulos vermelhos após cirurgia de revascularização miocárdica. Esse procedimento já vem sendo questionado pela comunidade médica internacional, mas ainda é utilizado em grande escala em cirurgias cardíacas. Portanto, faz-se necessário mais evidência dessa prática médica em nosso meio. MÉTODOS: Analisamos retrospectivamente 3004 pacientes submetidos à cirurgia de revascularização miocárdica entre junho de 2009 e julho de 2010. Os pacientes foram divididos em dois grupos: Transfundidos e Não transfundidos. RESULTADOS: O grupo de pacientes transfundidos totalizaram 1888 (63% e o grupo não transfundidos 1116 (37%. Foi observado 129 óbitos em 30 dias, sendo 108 (84% no grupo transfundidos e 21 (16% no grupo não transfundidos (P<0,001. Os óbitos em um ano totalizaram 249 distribuídos em 212 (85% hemotransfundidos e 37 (15% sem transfusão (P<0,001. O odds ratio ajustado para mortalidade nos pacientes transfundidos foi de 2,00 (P=0,007 em 30 dias e 2,31 (P=0,003 em 1 ano. Mesmo em pacientes de baixo risco (idade<60 anos e com EuroSCORE < 2%, portanto com menos comorbidades, temos significativamente mais óbitos no

  3. Mortalidad infantil: Análisis de un decenio

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rogelio León López

    1998-12-01

    Full Text Available Se efectúo un estudio descriptivo y retrospectivo con la finalidad de conocer el comportamiento de la mortalidad infantil en el policlínico docente "30 de Noviembre" durante el decenio 1985-1994. El universo de estudio estuvo conformado por los 29 fallecidos menores de un año ocurridos en el período referido en dicha área de salud. Se calculó la tasa de mortalidad infantil en sus diferentes componentes en cada año motivo de estudio. Se encontró que la tasa de mortalidad infantil en nuestra área tiene un comportamiento cíclico, que la mortalidad neonatal precoz fue la que más fallecidos aportó y que las principales causas de muerte fueron la sepsis, el bajo peso al nacer y la hipoxia. Se enfatiza en la importancia de establecer un Plan de Medidas encaminado a disminuir la mortalidad infantil del áreaA descriptive and retrospective study was conducted aimed at knowing the behavior of infant mortality rate at the "30 de Noviembre" Teaching Polyclinic from 1985 to 1994. The 29 infants under one year who died in that health area during that period were studied. Infant mortality rate in its different components was calculated by every year under study. It was found that infant mortality rates in our area had a cyclical behavior, that early neonatal mortality had the highest number of deaths, and that the main cause of death were sepsis, low birth weight and hypoxia. Emphasis is made on the need of implementing a plan of measures to reduce infant mortality rate in the area

  4. Mortalidade e o tempo de internação em uma unidade de terapia intensiva cirúrgica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Abelha Fernando José

    2006-01-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Em cuidados intensivos os resultados podem ser relacionados aos índices de mortalidade ou morbidade. Quando avaliada de forma isolada, a mortalidade é uma medida insuficiente do resultado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI; o tempo de internação pode ser uma medida indireta do resultado relacionado com a morbidade. O objetivo do presente estudo foi avaliar a incidência e os fatores preditivos para mortalidade e tempo de internação dos pacientes admitidos numa UTI cirúrgica. MÉTODO: Participaram deste estudo prospectivo, realizado, entre abril e julho de 2004, todos os 185 pacientes submetidos a procedimentos programados ou de emergência, admitidos numa UTI cirúrgica. Foram registrados os seguintes parâmetros: idade, sexo, altura e peso, temperatura central estado físico segundo a ASA, tipo de intervenção cirúrgica, porte cirúrgico, técnica anestésica, quantidade e qualidade de fluídos administrados durante a anestesia, monitorização da temperatura ou de técnica de aquecimento corporal peri-operatório, duração da anestesia, tempo de permanência na UTI e no hospital e escore SAPS II. RESULTADOS: O tempo médio de internação na UTI foi de 4,09 ± 10,23 dias. Fatores de risco significativos para permanências mais prolongadas na UTI foram o valor do escore SAPS II, estado físico ASA, quantidade administrada, durante a intervenção cirúrgica, de colóides, unidades de plasma fresco e unidades de concentrados de hemáceas. Quatorze pacientes (7,60% morreram durante a internação na UTI e 29 (15,70% morreram durante a internação hospitalar. Fatores de risco independentes de mortalidade com diferença estatística significativa foram intervenções cirúrgicas de emergência, de grande porte, escores altos SAPS II, permanência prolongada na UTI e no hospital. Fatores protetores com diferença estatística significativa para risco de morte hospitalar foram baixo peso corporal e baixo

  5. Necessidades proteicas, morbidade e mortalidade no paciente grave: fundamentos e atualidades

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Haroldo Falcão Ramos da Cunha

    2013-03-01

    Full Text Available Evidências recentes sugerem que o balanço proteico negativo secundário à doença grave se associa ao aumento de morbidade. A perda da proteína corporal total é inevitável nesse cenário, mesmo com uma abordagem nutricional agressiva, e resulta, principalmente, do catabolismo da fibra muscular esquelética. O principal mecanismo bioquímico e metabólico envolvido nesse processo é o sistema ubiquitina-proteassoma, que, paradoxalmente, consome a adenosina trifosfatocomo fonte energética e motriz. É possível que a neutralidade do balanço proteico nessas instâncias clínicas, seja tão importante na melhora dos desfechos quanto atingir a meta calórica estimada ou medida pela calorimetria indireta. Estudos recentes apontam a utilização de concentrações mais elevadas de proteínas na terapia nutricional do paciente grave como importante para um impacto positivo na mortalidade. A proposta deste trabalho foi revisar alguns princípios da terapia nutricional relativos ao metabolismo proteico, sinalizar para as principais assertivas das diretrizes das sociedades especializadas e comentar estudos recentes, que abordam a questão em tela, sob a visão crítica da experiência clínica dos autores.

  6. Maternal mortality due to hemorrhage in Brazil Mortalidad materna en Brasil debida a hemorragia Mortalidade materna por hemorragia no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria de Lourdes de Souza

    2013-06-01

    Full Text Available OBJECTIVE: to analyze the rates of maternal mortality due to hemorrhage identified in Brazil from 1997 to 2009. Methods: the time series and population data from the Brazilian Health Ministry, Mortality Information System and Live Birth Information System were examined. From the Mortality Information System, we initially selected all reported deaths of women between 10 and 49 years old, which occurred from January 1, 1997 to December 31, 2009 in Brazil, recorded as a "maternal death". RESULTS: during the research period, 22,281 maternal deaths were identified, among which 3,179 were due to hemorrhage, accounting for 14.26% of the total deaths. The highest rates of maternal mortality were found in the North and Northeast areas of Brazil. CONCLUSIONS: the Brazilian scenario shows regional inequalities regarding maternal mortality. It presents hemorrhaging as a symptom and not as a cause of death. OBJETIVO: analizar las tasas de mortalidad materna debida a hemorragia, identificadas en Brasil durante el periodo de 1997 a 2009. MÉTODOS: fueron examinados los datos de series temporales y de población del Ministerio de la Salud de Brasil, del Sistema de Información de Mortalidad y del Sistema de Información de Nacidos Vivos. Del Sistema de Información de Mortalidad, inicialmente seleccionamos todos los informes sobre muerte de mujeres con edad entre 10 y 49 años, que ocurrieron entre el 01 de enero de 1997 y el 31 de diciembre de 2009, en Brasil, clasificadas como "muertes maternas". RESULTADOS: durante el periodo de investigación, fueron identificadas 22.281 muertes maternas, entre las cuales 3.179 se debieron a hemorragia, siendo responsables por 14,26% del total de muertes. La tasa más alta de mortalidad materna fue encontrada en las regiones Norte y Noreste de Brasil. CONCLUSIONES: el escenario brasileño muestra desigualdades regionales en lo que se refiere a mortalidad materna; este presenta la hemorragia como un síntoma y no como la

  7. Fatores socioeconómicos y mortalidad infantil en Ecuador, 1970-1981 Fatores socioeconômicos e mortalidade infantil no Equador, 1970-1981 Socioeconomic factors and infant mortality in Ecuador, 1970-1981

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guillermo González Pérez

    1988-08-01

    Full Text Available En Ecuador la tasa de mortalidad infantil se redujo entre 1970 y 1981 en un 35%, a pesar de lo cual su valor sigue siendo elevado en el contexto latinoamericano. A nivel provincial, el comportamiento de la tasa no ha sido homogéneo, observándose fuertes diferencias entre las entidades en cuanto a la mortalidad durante el primer año de vida. Mediante el empleo de técnicas de regresión múltiple, pretendióse identificar aquellos factores socioeconómicos que más han incidido en el descenso de la mortalidad infantil en Ecuador en el período señalado, así como las variables que más explican las diferencias interprovinciales en dicho indicador. La disminución de la natalidad y el aumento proporcional de los gastos del presupuesto destinado a salud por una parte, y la tasa de alfabetización por otra parecen ser elementos claves para una explicación económico social de los cambios recientes en la mortalidad infantil ecuatoriana.No Equador entre os anos de 1970 a 1981 a taxa de mortalidade infantil reduziu em 35%, embora seu valor continua sendo elevado em relação ao contexto latinoamericano. A nível regional, o comportamento da taxa não tem sido homogêneo, observando-se diferenças significativas nas diversas regiões quanto a taxa de mortalidade durante o primeiro ano de vida. Com o emprego da técnica de regressão múltipla, pretendeu-se identificar aqueles fatores socioeconômicos que mais têm incidido no declínio da mortalidade infantil no Equador, no período acima descrito, bem como as variáveis que melhor explicam as diferenças inter-regionais do referido indicador. A diminuição da natalidade e o aumento proporcional de recursos financeiros destinados à saúde, por um lado, e a taxa de alfabetização por outro, parecem ser elementos chaves para uma explicação econômica social das mudanças recentes na mortalidade infantil equatoriana.In Equador infant mortality has dropped by 35% between 1970 and 1981, though this

  8. Os investimentos públicos em saúde e a mortalidade dos idosos no sul do Brasil:uma análise regionalizada

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marilia Patta Ramos

    2010-05-01

    Full Text Available Este artigo teve como objetivo examinar o efeito dos investimentos públicos em saúde na mortalidade dos idosos no Rio Grande do Sul, controlando-se pelas características socioeconômicas dos municípios. A base de dados foi extraída do Censo Demográfico do IBGE de 2000 e do Datasus, o qual inclui informações sobre recursos regionais para a saúde em 7 meso-regiões do RS. Foi criada uma tipologia para classificar as regiões do RS com base na taxa de dependência idosa. Modelos de regressões lineares estimaram o efeito dos investimentos públicos na mortalidade dos idosos separadamente por grupos de taxa de dependência controlando-se pelo PIB per capita, o índice de Gini, renda per capita, média de anos de estudo e a taxa de urbanização (variáveis independentes. Apesar de ter a expectativa de vida mais alta do Brasil, os resultados desse estudo revelam significativa diferença na mortalidade dos idosos entre as 7 meso-regiões que compõem o Estado do Rio Grande do Sul. os resultados mostram que os investimentos públicos federais em saúde são maiores em regiões com baixa taxa de dependência idosa. Também observamos uma associação frágil entre os investimentos públicos em saúde e a mortalidade dos idosos.

  9. Migração interna e a distribuição da mortalidade por doença de Chagas, Brasil, 1981/1998

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Drumond João Augusto Guimarães

    2006-01-01

    Full Text Available No Brasil, observa-se mortalidade por doença de Chagas até em áreas reconhecidas como livres da transmissão vetorial. Considerando que as taxas de mortalidade referem-se a residentes, e que houve imenso movimento migratório interno no país, este estudo objetiva quantificar a participação dos migrantes brasileiros no obituário por doença de Chagas de 1981 a 1998. Por outro lado, se os trabalhos da Iniciativa do Cone Sul alcançaram o sucesso que se propaga, espera-se que tenha havido redução das taxas de mortalidade e aumento na idade em que ocorrem os óbitos por essa causa. Dos 68.936 óbitos em brasileiros com naturalidade conhecida, 32.369 (32% foram em nascidos em outras Unidades da Federação que não a de residência do falecido, cifra que variou de 0,3% no Rio Grande do Sul a 100% em Roraima e Amapá. A maioria (67% desses óbitos em migrantes ocorreu em naturais de Minas Gerais (51% e Bahia (16%. As taxas de mortalidade em residentes mostraram declínio sustentado no Sudeste, Sul e Centro-oeste, mas não no Nordeste e Norte, onde as idades medianas de morte foram as mais baixas.

  10. Evolução da população e da mortalidade em Niterói, Rio de Janeiro, Brasil, 1979 a 1997

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tomassini Hugo Coelho Barbosa

    2003-01-01

    Full Text Available A análise da série histórica de 1979-1997 permite perceber a evolução demográfica e da mortalidade no Município de Niterói, Rio de Janeiro, Brasil, ao longo dessas décadas. A população apresentou um declínio na velocidade de crescimento, com alteração significativa de sua estrutura etária. Observa-se, na série temporal, o declínio da mortalidade por doenças do aparelho circulatório, a tendência geral de declínio das doenças infecto-parasitárias, com acentuado aumento a partir de 1996, decorrente da mudança de classificação das doenças (CID-9 para CID-10. Quanto à mortalidade infantil, destaca-se o predomínio dos óbitos na faixa neonatal. O desvendar das doenças e agravos dentro dos grandes grupos revela a importância das doenças isquêmicas do coração e doenças cerebrovasculares, dos homicídios, acidentes de transporte e da AIDS.

  11. MORTALIDAD INNECESARIAMENTE PREMATURA Y SANITARIAMENTE EVITABLE EN COSTA RICA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Llorca Castro

    2010-01-01

    Full Text Available Fundamentos: Para desarrollar políticas y estrategias orientadas a mitigarlas es fundamental identificar las desigualdades. El objetivo del trabajo es analizar las variaciones de la Mortalidad Innecesariamente Prematura y Sanitariamente Evitable (MIPSE para cada uno de los 81 cantones de Costa Rica durante el período 2000-2005. Métodos: Se aplicó la clasificación MIPSE propuesta por miembros del Servicio de Información y Estudios de la Dirección General de Recursos Sanitarios de Catalunya. Mediante el empleo de el Indicador de Desarrollo Socioeconómico (IDSE establecido por economistas de la Universidad de Costa Rica, previa estandarización de la población, se ordenaron los cantones en grupos por quintiles (I el más rico, Vel más pobre. Resultados: Se encontraron como causas principales de mortalidad MIPSE la enfermedad isquémica del corazón (19,55% causas MIPSE, accidentes de tránsito con vehículos a motor (11,60%, enfermedades cerebrovasculares (6,95%, perinatal (6,92% y suicidios (5,14%. Conclusión: La mortalidad por HIVy el Sida, el cáncer de mamá en mujeres, cáncer de cuerpo de útero, cáncer de piel y por hepatitis secundaria al consumo de alcohol, afectan más a los cantones con mayores ingresos. La mortalidad por hiperplasia benigna de próstata, la materna asociada al embarazo, parto o puerperio y la hernia abdominal afectan más a los de menor nivel económico. Se identificaron dos grupos de MIPSE con desigualdad equidistribuida: leucemia y enfermedades cardiovasculares congénitas.

  12. Desigualdade espacial da mortalidade neonatal no Brasil: 2006 a 2010

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Genyklea Silva de Oliveira

    2013-08-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo é analisar a distribuição espacial da mortalidade neonatal e sua correlação com os fatores biológicos, socioeconômicos e de atenção à saúde materno-infantil, nos estados brasileiros, no período de 2006 a 2010. Foram construídos mapas temáticos e de correlação (LISA para verificação de dependência espacial e modelos de regressão linear múltipla. Verificou-se que não há autocorrelação espacial para mortalidade neonatal nos estados brasileiros (I = 0,002; p = 0,48. A maioria das variáveis estava correlacionada (r > 0,3, p < 0,05 com a mortalidade neonatal, formando clusters em estados do Norte e Nordeste, com maiores taxas de mães adolescentes, renda domiciliar per capta baixa, menor realização de consultas de pré-natal e de leitos de UTI Neonatal. O número de leitos de UTI Neonatal manteve efeito independente após a análise de regressão. Conclui-se que as desigualdades regionais das condições de vida e, principalmente, de acesso aos serviços de saúde materno-infantil contribuem para a distribuição desigual da mortalidade neonatal no Brasil.

  13. Realidad actual de la triste y desesperante mortalidad materna

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fadlalla Bahsas Bahsas

    2015-05-01

    Full Text Available Si bien el anuncio viene a completar el mandato del Plan de la Patria 2013-2019, que tiene entre sus objetivos “garantizar que los partos sean atendidos en condiciones seguras y reducir las tasas de mortalidad materna, perinatal e infantil”. “La tasa de mortalidad Infantil y Materna son indicadores que determinan el nivel del desarrollo del País”, sin embargo en la práctica en nuestro país, la mortalidad infantil y materna ha ido en ascenso en los últimos años. La muerte materna es un indicador claro de injusticia social, inequidad de género y pobreza: el que un embarazo o parto desemboque en la muerte de la mujer refleja problemas estructurales, tanto de acceso como de atención a la salud; de hecho es el más dramático de una serie de eventos que revelan la falta de acciones para atender la situación de atraso, marginación y rezago en la que vive un sector de las mujeres pobres; así como las personas que conviven con ellas, del personal de salud y autoridades gubernamentales. Por otro lado, da cuenta de una serie de relaciones económicas, sociales y culturales que ubican a la mujer en una franca desventaja.

  14. FATORES DE RISCO MATERNOS E INFANTIS ASSOCIADOS À MORTALIDADE NEONATAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Aparecida Munhoz Gaiva

    2016-01-01

    Full Text Available En este trabajo se estudiaron los factores materno-infantiles relacionados con la mortalidad neonatal, a partir de datos obtenidos de los Sistemas de Información de Nacidos Vivos y Mortalidad integrados por vinculación. Se analizaron 9.349 nacidos vivos en Cuiabá-MT, en 2010, 78 de los cuales murieron en el período neonatal. Se realizó análisis univariado y multivariado empleando la regresión logística. En el modelo múltiple, se mantuvo asociada con la mortalidad neonatal: la edad materna menor de 20 años; la prematuridad; bajo peso al nacer; Apgar menor a siete en el 1 y 5 minutos; y la presencia de anomalías congénitas. Los resultados indicaron la necesidad de mejorar la calidad de la atención prenatal, para la prevención del bajo peso al nacer y la prematuridad. La asociación entre la muerte neonatal y baja puntuación de Apgar en el 1 y 5 minutos indica, a su vez, la importancia de la atención del parto.

  15. Los determinantes de la mortalidad y las diferencias socioeconómicas de la mortalidad en la infancia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hugo Behm Rosas

    2016-02-01

    Full Text Available PRESENTACIÓN: El texto que se reproduce a continuación, escrito por el Dr. Hugo Behm Rosas, nacido en el año 1913, a inicios de los años noventa, sintetiza lo que fue un largo y prolífico trabajo de análisis de la mortalidad infantil en América Latina. Así lo atestiguan los estudios que publicó desde los inicios de los años sesenta del siglo pasado hasta el primer lustro de este siglo. El texto: Las diferencias socioeconómicas de la mortalidad en la infancia es un capítulo del libro Las desigualdades sociales ante la muerte en América Latina publicado en el año 1992 por el Centro Latinoamericano y Caribeño de Demografía (CELADE de la Comisión Económica para América Latina y el Caribe (CEPAL y la Organización Holandesa para la Cooperación Internacional en Educación Superior. El texto constituye una síntesis de los múltiples estudios sobre diferencias de la mortalidad infantil entre grupos sociales. Las contribuciones del Dr. Behm para entender las diferencias de mortalidad infantil entre distintos grupos sociales fueron muchas. Estas empezaron cuando, como lo narra en el prólogo a una reedición de una de sus primeras publicacionesi, el Dr. Behm dejó la clínica por la salud pública para emprender una investigación sobre las diferencias de mortalidad infantil en Chile. En 1962 publicó Mortalidad infantil y nivel de vida publicado por la Escuela de Salud pública de la Universidad de Chile y recientemente reeditado por la unidad de Patrimonio Cultural de la Salud. A partir de este influyente estudio donde escribe “La mortalidad infantil viene a ser, en consecuencia, un indicador del alto precio que los pueblos pagan por las formas de organización económicamente ineficientes y socialmente injustas que han logrado darse” ii, emprendió muchos otros explorando las desigualdades sociales en la mortalidad infantil. Los últimos estudios los realizó en la subsede de CELADE en Costa Rica donde junto a muchos

  16. Mortalidad perinatal en el Hospital Nacional Edgardo Rebagliati Martins

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lizeth Diaz Ledesma

    2003-07-01

    Full Text Available Objetivo: Conocer la tasa de mortalidad perinatal en el Hospital Nacional Edgardo Rebagliati Martins y sus características. Materiales y Métodos: El estudio comprendió la revisión de todas las historias clínicas de gestantes portadoras de óbito fetal (mayor de 28 semanas de gestación o mayor de 1000gramos, de recién nacidos que fallecieron dentro de los primeros 7 días de vida y de sus madres durante el año 2000. Resultados: La tasa de mortalidad perinatal fue de 10.5 por mil nacidos vivos. La edad promedio materna fue de 31.6 años, + 5.9 y un rango entre 14 y 44 años. El 30.1% de partos correspondió a nulíparas, el 61.6% a multíparas y el 8.3% a gran multíparas. El promedio de visitas al control prenatal fue de 4.8 + 2.7. El 53.4% de las madres tuvo algún antecedente relacionado a mala historia obstétrica, siendo los más frecuentes historia de aborto previo (27.4%, cesárea anterior (13.7% y pre eclampsia (12.3%. Las causas asociadas a mortalidad perinatal fueron madres con pre eclampsia severa (38.4% y hemorragia en el tercer trimestre (15.1% y fetos con malformaciones congénitas severas (27.4%. La vía de parto fue abdominal en 68.5% y vaginal en 31.5%. Se tuvo 83.6% de gestaciones únicas y 16.4% de gestaciones múltiples. El peso de los productos fue 1985.2 + 945.8 gramos. El 61.6% de muertes perinatales correspondieron a prematuros. Conclusiones:La tasa de mortalidad neonatal en el HNERM durante el año 2000 fue de 10.5 por mil nacidos vivos y los factores relacionados a mortalidad perinatal fueron pre-eclampsia severa, malformaciones congénitas severas y hemorragias del tercer trimestre. ( Rev Med Hered 2003; 14: 117-121.

  17. Factores socioeconomicos asociados a la mortalidad postneonatal en Cuba Fatores sócio-econômicos associados à mortalidade pós-neonatal em Cuba Socioeconomic factors associated with postneonatal mortality in Cuba

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guillermo Gonzalez Perez

    1990-04-01

    Full Text Available Se intentam identificar aquellos factores socioeconomicos que puedan ser considerados como factores de riesgo, tanto de la mortalidad postneonatal como de la exógena, asi como su relevancia social, para Cuba en 1982. Mediante un estudio caso-control basado en una muestra nacional de fallecidos menores de un ano y sobrevivientes a la misma edad - para cuyo analisis se emplearon técnicas asociadas a la regresión logística - se pudo estimar el riesgo relativo; el riesgo atribuible y las probabilidades de morir en presencia o ausencia de los factores identificados. Los resultados apuntan hacia la carencia de servicios sanitarios en el interior de la vivienda y el hacinamiento - 3 o mas personas por habitación - como los factores de riesgo mas trascendentes tanto para propiciar la mortalidad postneonatal como la exógena. Se ratifica la condición de "reserva" que posee el componente postneonatal para la redución ulterior de la mortalidad infantil en el pais.Foram identificados os fatores sócio-econômicos que podem ser considerados de risco para a mortalidade pós-neonatal e mortalidade exógena, e seu impacto social em Cuba, em 1982. Realizou-se estudo caso-controle baseado numa amostra nacional dos óbitos menores de um ano, e dos sobreviventes da mesma idade. Os dados foram analisados com o emprego da técnica de regressão logística, para calcular o risco relativo, o risco atribuível e a probabilidade de morte na presença desses fatores. Os resultados indicaram que a falta de instalações sanitárias no domicílio e o excesso de pessoas em cada moradia (3 pessoas e mais por habitação são os mais fortes fatores de risco tanto para a morte pós-neonatal como por causa exógena. Foi confirmada a importância da redução da mortalidade pós-neonatal e exógena para a diminuição da taxa de mortalidade infantil em Cuba.Economic and social risk factors for both postneonatal and exogenous mortality are evaluated for Cuban children for

  18. Fatores de risco para mortalidade em octogenários submetidos a cirurgia de revascularização miocárdica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isaac Newton Guimarães

    2011-02-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Idade maior a 80 anos não é, por si só, o único fator de risco para a mortalidade em revascularização miocárdica. OBJETIVO: Identificar fatores de risco para a mortalidade em pacientes octogenários submetidos a revascularização miocárdica. MÉTODOS: Estudamos 164 pacientes, com idade igual ou maior a 80 anos. As variáveis estudadas foram: sexo, idade (em anos, fração de ejeção do ventrículo esquerdo (FEVE, reoperação, cirurgia de emergência, número de artérias revascularizadas, uso da artéria torácica interna esquerda (ATIE, uso de circulação extracorpórea (CEC, cirurgia associada, revascularização da artéria interventricular anterior (AIVA e uso de balão intra-aórtico (BIA. A análise estatística foi feita por meio de análises descritiva, univariada e multivariada por regressão logística. Foram considerados significância estatística os valores de p < 0,05, e a análise multivariada foi realizada com variáveis cujo valor era p < 0,20. RESULTADOS: A mortalidade foi de 11%. Na análise univariada, evidenciou-se que baixa FEVE (p = 0,008, cirurgia de emergência (p < 0,001 e uso de balão intra-aórtico (p = 0,049 relacionaram-se à maior chance de mortalidade. Ao ajustar pela regressão logística, revelou-se que a idade acima de 85 anos correlacionou-se com uma chance de mortalidade 6,31 vezes maior (p = 0,012 e que a cirurgia de emergência esteve relacionada a uma chance de mortalidade 55,39 vezes maior (p < 0,001. CONCLUSÃO: Em octogenários submetidos a cirurgia de revascularização miocárdica, idade superior a 85 anos e cirurgia de emergência são fatores preditivos importantes de maior mortalidade.

  19. Hipertrofia ventricular e mortalidade cardiovascular em pacientes de hemodiálise de baixo nível educacional Hipertrofia ventricular y mortalidad cardiovascular en pacientes de hemodiálisis de bajo nivel educativo Ventricular hypertrophy and cardiovascular mortality in hemodialysis patients with low educational level

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosana dos Santos e Silva Martin

    2012-01-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A hipertrofia ventricular esquerda é potente preditor de mortalidade em renais crônicos. Estudo prévio de nosso grupo mostrou que renais crônicos com menor escolaridade têm hipertrofia ventricular mais intensa. OBJETIVO: Ampliar estudo prévio e verificar se a hipertrofia ventricular esquerda pode justificar a associação entre escolaridade e mortalidade cardiovascular de pacientes em hemodiálise. MÉTODOS: Foram avaliados 113 pacientes entre janeiro de 2005 e março de 2008 e seguidos até outubro de 2010. Foram traçadas curvas de sobrevida comparando a mortalidade cardiovascular, e por todas as causas dos pacientes com escolaridade de até três anos (mediana da escolaridade e pacientes com escolaridade igual ou superior a quatro anos. Foram construídos modelos múltiplos de Cox ajustados para as variáveis de confusão. RESULTADOS: Observou-se associação entre nível de escolaridade e hipertrofia ventricular. A diferença estatística de mortalidade de origem cardiovascular e por todas as causas entre os diferentes níveis de escolaridade ocorreu aos cinco anos e meio de seguimento. No modelo de Cox, a hipertrofia ventricular e a proteína-C reativa associaram-se à mortalidade por todas as causas e de origem cardiovascular. A etiologia da insuficiência renal associou-se à mortalidade por todas as causas e a creatinina associou-se à mortalidade de origem cardiovascular. A associação entre escolaridade e mortalidade perdeu significância estatística no modelo ajustado. CONCLUSÃO: Os resultados do presente trabalho confirmam estudo prévio e demonstram, ademais, que a maior mortalidade cardiovascular observada nos pacientes com menor escolaridade pôde ser explicada por fatores de risco de ordem bioquímica e de morfologia cardíaca.FUNDAMENTO: La hipertrofia ventricular izquierda es potente predictor de mortalidad en renales crónicos. Estudio previo de nuestro grupo mostró que renales crónicos con menor

  20. Tendência temporal da mortalidade por doenças infecciosas intestinais em crianças menores de cinco anos de idade, no estado de São Paulo, 2000-2012

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Soares Martins

    Full Text Available Resumo OBJETIVO: analisar a tendência temporal da mortalidade por doenças infecciosas intestinais (DII em crianças menores de cinco anos de idade no estado de São Paulo e suas Redes Regionais de Atenção à Saúde (RRAS, no período 2000-2012. MÉTODOS: estudo de série temporal sobre os óbitos com causa básica, antecedente ou contribuinte de morte por DII, obtidos a partir do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM. RESULTADOS: ocorreram 2.886 óbitos por DII no estado; a taxa de mortalidade por DII apresentou diminuição de 10,5% ao ano (intervalo de confiança de 95% 4,8; 15,8%; em 13 das 17 RRAS ocorreu diminuição significativa da taxa de mortalidade, com decréscimo anual variável entre 16,6 e 8,3% ao ano. CONCLUSÃO: a taxa de mortalidade por DII apresentou decréscimo significativo na maioria das RRAS, com diferentes velocidades, possível reflexo das desigualdades das condições socioeconômicas e de organização das redes de atenção à saúde.

  1. Patrones Geográficos de la Mortalidad y de las Desigualdades Socioeconómicas en Mortalidad en España

    OpenAIRE

    Laura Reques; Estrella Miqueleiz; Carolina Giráldez García; Juana M. Santos; David Martínez; Enrique Regidor

    2015-01-01

    Las estimaciones sobre desigualdades socioeconómicas en mortalidad a partir de registros individuales de defunciones y población son escasas y proceden únicamente de la la ciudad de Barcelona, la Comunidad de Madrid y el País Vasco. El objetivo del presente estudio fue mostrar el patrón geográfico de mortalidad en diferentes grupos socioeconómicos, así como el de las desigualdades en mortalidad en el conjunto del territorio español. Métodos: Se realizó el seguimiento de todos los individuos ...

  2. Mortalidad atribuible al alcohol en Cataluña: 1994

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alsedá Graells Miquel

    1998-01-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: El objetivo de este estudio es evaluar la contribución del consumo de alcohol a la mortalidad en Cataluña durante 1994, así como su contribución a las muertes prematuras. MÉTODOS: En este estudio se han utilizado los datos de las causas de muerte en Cataluña durante 1994 del Servei d'Informació i Estudis de la Direcció General de Recursos Sanitaris del Departament de Sanitat i Seguretat Social de Catalunya. Las fracciones atribuibles al alcohol están basadas en las utilizadas en el estudio de la mortalidad relacionada con el alcohol en Estados Unidos en 1987. RESULTADOS: El 5,3% de las muertes en Cataluña durante 1994 estuvieron relacionadas con el consumo de alcohol. Esta mortalidad fue del 6,5% entre los hombres y del 3,9% entre las mujeres. La categoría diagnóstica que más contribuyó al número de muertes fue la de las neoplasias malignas (29,3%. El estudio de las muertes prematuras muestra que los accidentes no intencionales son la causa más importante (52,3%. En esta categoría diagnóstica los accidentes con vehículos a motor son los principales responsables de los años potenciales de vida perdidos (APVP. La media de APVP por cada muerte atribuible al alcohol hasta la edad de 65 fue de 7,5. CONCLUSIONES: Este estudio muestra la magnitud que tiene el alcohol como problema de salud pública en Cataluña.

  3. Factores de riesgo para mortalidad en gangrena de Fournier

    OpenAIRE

    Azolas M,Rodrigo

    2011-01-01

    Introducción: La Gangrena de Fournier fue descrita por Fournier en 1883, es una fasceitis necrotizan-te que afecta la región perianal y genital. El objetivo del presente trabajo es analizar los factores de riesgo de mortalidad en pacientes portadores de Gangrena de Fournier y su relación con el score pronóstico FGSI (Fournier Gangrene Severity Index Score). Material y Método: Estudio prospectivo entre enero de 2000 y diciembre de 2007 en el Hospital Barros Luco Trudeau, que incluyó 31 pacient...

  4. El paradigma del acceso libre a la gestión de la información científica en ciencias marinas|The paradigm of open access to scientific information management in the marine sciences |O paradigma do acesso livre à informação científica nas ciências marinhas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Enrique Wulff

    2008-09-01

    Full Text Available Resúmen El concepto de acceso abierto a las publicaciones juega un papel clave en la economía de la información. La conciencia de muchos de sus beneficios se realiza a expensas del precio y del número de las fuentes de información. A través de un análisis de los diferentes casos de estudio, se presentan las “lecciones aprendidas” y se deducen diversas conclusiones acerca de las características fundamentales de la política de apoyo y del marco legislativo en que se basan diferentes ideas tributarias de la imagen de mejor práctica que tiene el acceso abierto en ciencias marinas. Palabras clave ciencias marinas, acceso abierto, repositorios Abstract The open access concept to the publications shows a key role in the information economy. The conscience of much of its profits is attained in spite of its price and the number of information sources. Throughout the analysis of different cases of study, the “learned lessons” are presented and diverse conclusions are deduced on the fundamental characteristics of the support policies and law frames which base the tributary ideas of the best practice image that open access offers in marine sciences. Keywords marine sciences, open access, repositories Resumo O conceito de acesso livre às publicações desempenha um papel chave na economia da informação. A consciência de muitos dos seus benefícios é alcançada apesar do preço e do número das fontes de informação. Através de uma análise de diversos estudos de caso, apresentam-se as “lições aprendidas” e deduzem-se conclusões a respeito das características fundamentais de uma política de apoio e do marco legislativo em que se baseiam diferentes idéias tributárias da imagem de melhores práticas que tem o acesso aberto em ciências marinhas. Palavras-chave ciências marinhas, acesso livre, repositórios

  5. Análise da mortalidade e das internações por doenças cardiovasculares em Niterói, entre 1998 e 2007 Análisis de la mortalidad y de las hospitalizaciones por enfermedades cardiovasculares en Niterói, entre 1998 y 2007 Analysis of mortality and hospitalization for cardiovascular diseases in Niterói, between 1998 and 2007

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Luiza Garcia Rosa

    2011-06-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A redução da mortalidade por doenças cardiovasculares é observada no Brasil há anos, atribuída à queda nos fatores de risco, melhora na terapêutica e diminuição da mortalidade hospitalar. OBJETIVO: Comparar a mortalidade populacional, o coeficiente de internação e a mortalidade hospitalar em unidades do Sistema Único de Saúde, para doença isquêmica do coração (DIC, doenças cerebrovasculares (DCBV e insuficiência cardíaca (IC, no município de Niterói, entre 1998 e 2007. MÉTODOS: Foram utilizados o número de óbitos e o de internações e mortalidade hospitalar de residentes em Niterói para o capítulo IX do CID10 e causas específicas disponíveis no Datasus, na população de 30 anos e mais. A diferença entre a magnitude dos indicadores foi calculada para homens e mulheres considerando a média do primeiro triênio menos a média do segundo triênio. RESULTADOS: Houve queda dos coeficientes de mortalidade populacional em homens e mulheres, para todas as faixas etárias, nos três grupos de causas e para o capítulo IX. A tendência à queda dos coeficientes diminuiu com a idade. Para DIC houve queda na mortalidade hospitalar. Para DCBV e IC, aumento. Os coeficientes de internação hospitalar por DIC diminuíram, com exceção de algumas faixas. CONCLUSÃO: O presente estudo permitiu esclarecer alguns aspectos da morbimortalidade cardiovascular em Niterói. A redução da mortalidade populacional e hospitalar por DIC indica haver melhor qualidade na abordagem dessa condição. O aumento da mortalidade hospitalar por DCBV e IC aponta para a necessidade de se dar maior atenção à qualidade do cuidado hospitalar para esses grupos de doenças.FUNDAMENTO: La reducción de la mortalidad por enfermedades cardiovasculares se viene observando en Brasil desde hace años, se la asigna a un descenso en los factores de riesgo, a una mejora en el tratamiento y a una mortalidad hospitalaria reducida. OBJETIVO: Para

  6. A participação da fisioterapia respiratória intensiva no tempo de ventilação, no tempo de permanência e mortalidade de pacientes internados na unidade de terapia intensiva de um hospital privado

    OpenAIRE

    Teixeira, Vanessa de Amorim

    2006-01-01

    Introdução: O fisioterapeuta, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), é responsável por desenvolver um tratamento eficiente que possibilite a menor dependência do paciente do ventilador mecânico, bem como melhorar a qualidade de vida durante a sua hospitalização. Além disso, a terapia eficiente aprimora a capacidade funcional do paciente e restaura a sua independência física e respiratória, diminuindo o risco de complicações ligadas à imobilidade no leito. Apesar disso, o papel do fisioterapeu...

  7. Ingestão de resíduos antropogênicos por tartarugas marinhas no litoral norte do estado da Bahia, Brasil Anthropogenic debris ingestion by sea turtles in the northern coast of Bahia, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gustavo Rodamilans Macedo

    2011-11-01

    Full Text Available Este trabalho descreve a presença de resíduos antropogênicos no trato digestório de tartarugas marinhas no Litoral Norte da Bahia, Brasil. Foram realizadas necropsias no trato digestório de 45 tartarugas marinhas encontradas mortas (Chelonia mydas n=36; Eretmochelys imbricata n=9, no período de janeiro de 2006 a outubro de 2007. Em 60% (27/45 das tartarugas necropsiadas foram encontrados resíduos, especialmente aqueles relacionados à atividade de pesca. Os resíduos encontravam-se ao longo de todo o trato gastrointestinal, com predominância no intestino grosso. A ingestão de resíduos pelas tartarugas marinhas do Litoral Norte da Bahia pode levar a debilidade e até mesmo provocar a morte destes animais.This study investigates the presence of anthropogenic debris in the digestive tract of sea turtles in the Northern Coast of Bahia, Brazil. Necropsies were performed on 45 turtles, 36 green turtles (Chelonia mydas and 9 hawksbills (Eretmochelys imbricata, found dead between january 2006 and october 2007. Debris was found in 60% of the animals, especially those related to fishing activities. Litter could be found throughout the entire gastrointestinal tract, but it was found predominantly in the large intestine (47.53%. The ingestion of debris by turtles from the Northern coast of Bahia may lead these animals to starvation, weakness and even death.

  8. Tendência da mortalidade por doenças do aparelho circulatório no Brasil: 1950 a 2000 Tendencia de la mortalidad por enfermedades del aparato circulatorio en Brasil: 1950 a 2000 Mortality trends due to circulatory system diseases in Brazil: 1950 to 2000

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eduarda Ângela Pessoa Cesse

    2009-11-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: As doenças do aparelho circulatório (DAC, um dos mais importantes problemas de saúde da atualidade, apesar de proporcionalmente ainda liderarem as estatísticas de morbi-mortalidade, começam a apresentar tendência declinante da mortalidade em diversos países. OBJETIVO: Analisar a tendência da mortalidade por DAC nas capitais brasileiras, no período de 1950 a 2000. MÉTODOS: Estudo de série temporal das razões de mortalidade padronizadas por DAC. Utilizamos dados secundários de óbitos dos anuários estatísticos do IBGE e do Sistema de Informação de Mortalidade. Realizamos análise de tendência linear das razões de mortalidade padronizadas por DAC nas capitais brasileiras que apresentaram séries completas de mortalidade, considerando os anos censitários do período do estudo (1950 a 2000. RESULTADOS: Apesar de proporcionalmente as DAC representarem a primeira causa de óbito na população brasileira, bem como apresentarem crescimento proporcional no período de análise deste estudo, o risco de óbito, representado pelas razões de mortalidade padronizadas, apresenta-se em decréscimo, particularmente a partir da década de 80. Destacam-se as cidades de Fortaleza, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo, que apresentam razões de mortalidade padronizadas elevadas, porém em decréscimo (p FUNDAMENTO: Las enfermedades del aparato circulatorio (EAC, uno de los problemas más importantes de salud de la actualidad, pese a que aún lideran proporcionalmente las estadísticas de morbimortalidad, comienzan a mostrar una tendencia declinante en la mortalidad en diversos países. OBJETIVO: Analizar la tendencia de la mortalidad por EAC en las capitales brasileñas, en el período de 1950 a 2000. MÉTODOS: Estudio de serie temporal de las razones de mortalidad estandarizadas para EAC. Utilizamos datos secundarios de óbitos de los anuarios estadísticos del IBGE y del Sistema de Información de Mortalidad

  9. Serum biochemistry profile determination for wild loggerhead sea turtles nesting in Campos dos Goytacazes, Rio de Janeiro, Brazil Determinação do perfil bioquímico sérico de tartarugas marinhas de vida livre da espécie em nidação em Campos dos Goytacazes, Rio de Janeiro, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daphne Wrobel Goldberg

    2011-01-01

    ecossistemas. As análises bioquímicas são exames bastante utilizados na detecção de doenças e na avaliação do estado geral dos animais. Apesar disso, os dados na literatura para tartarugas marinhas ainda são escassos, e a maioria dos estudos utiliza um pequeno número de animais, sendo a maior parte deles de cativeiro. O presente estudo tem por objetivo realizar o perfil bioquímico de indivíduos do sexo feminino de tartarugas marinhas de vida livre da espécie Caretta caretta em processo de nidação, bem como estabelecer a correlação do perfil bioquímico destes animais com seu tamanho. Os valores médios obtidos poderão ser utilizados posteriormente como comparativo para avaliação do estado geral e para o diagnóstico de doenças de diversas populações de tartarugas marinhas. Foram utilizadas 28 fêmeas em período reprodutivo, em Farol de São Thomé (21°45'15"S - 41°19'28"W, no município de Campos dos Goytacazes, região norte-fluminense. As amostras foram coletadas sem anticoagulante, através de venopunção do seio venoso cervical dorsal. Os valores médios encontrados para as variáveis cálcio, fósforo, colesterol e triglicerídeos demonstram a correlação desses componentes com o processo de vitelogênese e a formação do ovo. O fato de as fêmeas reduzirem a alimentação, no período que antecede a postura dos ovos, influenciou a concentração média de uréia (35,25mg dL-1, sódio (147mEq L-1, potássio, ácido úrico e lipídios. As variáveis vinculadas ao tamanho das tartarugas apresentaram correlação positiva com enzimas ALT e AST, sugerindo que animais com maior volume hepático apresentam maior atividade enzimática.

  10. Análisis del comportamiento de la mortalidad materna y perinatal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Angélica Uribe-Meneses

    2011-12-01

    Full Text Available Este estudio se orientó a identificar las causas, calcular la tasa y caracterizar los casos de mortalidad materna y perinatal en la Empresa Social del Estado Hospital Regional Noroccidental del departamento Norte de Santander, entre los años 2006 a 2009. La investigación es de carácter cuantitativo, descriptivo, con enfoque retrospectivo. Se emplearon los siguientes instrumentos para la recolección de información: Ficha SIVIGILA de notificación mortalidad materno perinatal del Instituto Nacional de Salud, encuesta de visita de campo del protocolo para la vigilancia de la mortalidad materno-perinatal del Instituto Nacional de Salud, historias clínicas de cada uno de los casos objeto de estudio. La población es tomada del total de muertes maternas y perinatales de procedencia de la Empresa Social del Estado Hospital Regional Noroccidental del departamento Norte de Santander, la muestra está representada en el 100% de los de casos de mortalidad materna y perinatal de la ESE, que en total son 65 casos, 7 de mortalidad materna y 58 de mortalidad perinatal. Entre las causas identificadas como más prevalentes para la mortalidad materna fueron la eclampsia y/ pre-eclampsia, y la causa de mortalidad perinatal fue el síndrome de dificultad respiratoria, la tasa más alta de mortalidad materna la presentó el municipio del Carmen con 1.49 y convención con 1.41 por 10.000 MEF y la tasa de mortalidad perinatal la presentó el municipio del Carmen con una tasa de 29.65 por 1.000 nacidos vivos.

  11. Mortalidade e incapacidade por doenças relacionadas à exposição ao tabaco no Brasil, 1990 a 2015

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bruno Piassi de São José

    Full Text Available RESUMO: Introdução: A epidemia global do tabaco já assumiu proporções de pandemia, com cerca de 1,3 bilhão de usuários e 6 milhões de mortes anuais. Objetivo: Este trabalho teve como objetivo analisar as tendências de mortalidade por doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC e câncer de pulmão, lábios, cavidade oral, faringe e esôfago, no Brasil, entre 1990 e 2015. Métodos: O estudo foi viabilizado mediante parceria entre o Instituto Métricas e Avaliação em Saúde (IHME, da Universidade de Washington, Ministério da Saúde e o grupo técnico GBD Brasil, utilizando análise de estimativas do estudo Carga Global de Doenças 2015. Resultados: As taxas de mortalidade por DPOC caíram, já que, em 1990, foi de 64,5/100.000 habitantes e, em 2015, 44,5, queda de 31%. Para os vários tipos de câncer relacionados ao tabaco, a queda foi em menor proporção do que a verificada para DPOC. A mortalidade por câncer de pulmão permaneceu estável, com taxa de 18,7/100.000 habitantes, em 1990, e 18,3/100.000 habitantes, em 2015. Entre as mulheres, observa-se curva ascendente, com aumento de 20,7%. Discussão: O estudo aponta o tabaco como fator de risco para mortalidade prematura e incapacidades por DPOC e câncer. A importante redução da prevalência do tabaco nas últimas décadas poderia explicar reduções nas tendências de doenças relacionadas com o tabaco. A maior mortalidade por câncer de pulmão em mulheres pode expressar o aumento tardio do tabagismo nesse sexo. Conclusão: Ações nacionais nas últimas décadas têm tido grande efeito na diminuição da mortalidade de doenças relacionadas ao tabaco, mas ainda há grandes desafios, principalmente quando se trata de mulheres e jovens.

  12. Paracoccidioidomycosis mortality in the State of Paraná, Brazil, 1980/1998 Mortalidade por paracoccidiodomicose no Estado do Paraná, Brasil, 1980/1998

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jeanine Izabel Margraf Bittencourt

    2005-12-01

    Full Text Available The paracoccidioidomycosis mortality rate in the State of Paraná, Brazil (1980/1998 was analyzed using the death registry data from the Brazilian Mortality Information System and the estimated population from the Brazilian Institute of Geography and Statistics. To qualify the deaths, we deployed ICD-9 for 1980/1995 and ICD-10 for the more recent years. During this period there were 551 deaths from paracoccidioidomycosis in the State of Paraná. Most of the deaths were in male in the 30-59-year age group. The average annual mortality rate was 3.48 per million inhabitants, showing a tendency to stabilize during the study period. Paracoccidioidomycosis was the fifth cause of mortality among the predominantly chronic infectious diseases and had the highest mortality rate among the systemic mycoses. Paracoccidioidomycosis was observed in 184 counties in the State of Paraná. Most deaths were recorded in the North-Central meso-region, and the highest mortality rate occurred in the West meso-region.Foi conduzido um estudo de mortalidade por paracoccidioidomicose no Estado do Paraná, Brasil, no período de 1980 a 1998, utilizando-se como fonte de dados os registros de óbitos do Sistema de Informação sobre Mortalidade e a população estimada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Para classificação dos óbitos, empregou-se a CID-9 para os anos de 1980 a 1995 e a CID-10 para os anos mais recentes. Nesse período, no Paraná, ocorreram 551 óbitos por paracoccidioidomicose, com prevalência do sexo masculino, na faixa etária compreendida ente 30 a 59 anos. A taxa de mortalidade média anual foi de 3,48 por milhão de habitantes, demonstrando estabilidade no período de estudo. Destacou-se como a quinta causa de mortalidade entre as doenças infecciosas e parasitárias redominantemente crônicas, apresentando a mais alta taxa de mortalidade entre as micoses sistêmicas. Foi observada em 184 municípios, verificando-se, no estudo por

  13. Mortalidade feminina na região Sul do Município de São Paulo: qualidade da certificação médica dos óbitos Maternal mortality in Brazil: quality of medical certification of deaths

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arnaldo Augusto Franco de Siqueira

    1999-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a qualidade da certificação médica dos óbitos de mulheres de 10 a 49 anos na região Sul do Município de São Paulo. MÉTODOS: Utilizou-se a metodologia Puffer para investigar as causas de óbito de todas as mulheres de 10 a 49 anos residentes na região e falecidas no ano de 1989 (num total de 664 óbitos. Foram comparadas as causas de morte relatadas nos atestados de óbitos originais com as refeitas. Calculou-se o grau de sensibilidade das causas e o índice de kappa. RESULTADOS: Obteve-se alta sensibilidade entre as declarações de óbito originais e corrigidas nos grupos de causas (CID-9 das "Doenças do Aparelho Circulatório" (91,9%, "Neoplasias" (89,7% e "Causas Externas" (84,1%. Houve outros com sensibilidades muito baixas. Desses, chama a atenção o capítulo "Transtornos Mentais" (34,3% que, de 11, passa a ter 32 óbitos em que, na maioria dos casos, não havia sido feito o diagnóstico de alcoolismo. Também o capítulo "Complicações da Gravidez, Parto e Puerpério" apresentou uma sensibilidade baixa (44,9%. O índice de kappa foi de 0,63, o que indica uma concordância total regular. DISCUSSÃO: Ainda é insatisfatória a qualidade da certificação médica dos óbitos na área estudada. Essa má qualidade pode afetar negativamente as propostas de intervenção, tornando pouco visíveis problemas tão sérios para a atenção à saúde da mulher.OBJECTIVE: To evaluate the quality of the medical certification of deaths of 10-49 year-old women, resident in the Southern region of the city of S. Paulo METHODS: The Puffer methodology was utilized to investigate the causes of death of all 10-49 year-old women, resident in the region, and deceased in the year 1989 (664 deaths in the total. The main causes of death in the original death certificates and the "new" causes of death arisen from the research were compared. The sensitivity and the kappa index were calculated. RESULTS: In some chapters of the

  14. Estudo comparativo da mortalidade cardiovascular e por neoplasia de Adventistas e Não Adventistas do Estado do Espírito Santo, no período de 2003 a 2009

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elizabete Regina Araújo Oliveira

    2016-03-01

    Full Text Available RESUMO: Introdução: Populações com hábitos de saúde mais saudáveis têm sido investigadas quanto ao seu padrão de ocorrência de doenças. Objetivo: Este estudo teve o objetivo de avaliar os padrões de mortalidade geral e por doenças cardiovasculares em Adventistas do Sétimo Dia (ASDs do Estado do Espírito Santo (ES, Brasil, e compará-los com a mortalidade pelas mesmas causas na população do Estado. Métodos: Foram investigados 14.519 Adventistas vivos e 995 falecidos com idade ≥ 30 anos no período de 2003 a 2009. Entre esses, 896 óbitos registrados foram confirmados no Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM do Ministério da Saúde. Foram calculadas as razões padronizadas de mortalidade (RPM com o método indireto, tendo como população padrão a população ≥ 30 anos de idade do Estado. Resultados: Os Adventistas apresentaram taxas mais baixas de mortalidade geral, 42,5% menor em relação à população do ES (RMP = 57,5; IC95% 47,8 - 68,2, 52,2% menor por doenças isquêmicas do coração (RMP = 48; IC95% 25,0 - 82,8 e 46,3% menor por doenças cerebrovasculares (RMP = 54; IC95% 30,4 - 87,8. Conclusão: Hábitos saudáveis dos Adventistas em relação a dieta, tabagismo e consumo de álcool podem ter influenciado suas taxas de mortalidade mais baixas.

  15. Mortalidade materna no município do Rio de Janeiro: magnitude e distribuição La mortalidad materna en el municipio de Rio de Janeiro: magnitud y distribuición Maternal morbidity in the district of Rio de Janeiro: magnitude and distribution

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Enirtes Caetano Prates Melo

    2008-12-01

    Full Text Available A mortalidade materna é um evento traçador da assistência por ser evitável em 92% dos casos. Trata-se de um estudo descritivo de base populacional que analisou as declarações de óbito das mulheres de 10 a 49 anos no Município do Rio de Janeiro, 1996-2004. Foram utilizados os dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade, processados e mapeados através do TabWin. Verificou-se o predomínio do óbito materno entre mulheres solteiras e mulheres com 4 a 7 anos de estudo. A Razão de Mortalidade Materna permanece alta no município. Dois aglomerados chamam atenção na distribuição espacial dos óbitos maternos. O primeiro abrange a Zona Oeste e apresenta uma Razão de Mortalidade Materna muito alta. O segundo situa-se ao longo do subúrbio da Leopoldina e concentra uma mortalidade alta.La mortalidad materna es un acontecimiento que refleja de la asistencia prestada por expresar una muerte evitable en el 92% de los casos. Se trata de un estudio descriptivo de base poblacional que analizó los certificados de defunción de mujeres de 10 a 49 años, en la ciudad del Río de Janeiro, de 1996 a 2004. Fueron utilizados los datos del Sistema de Informaciones sobre Mortalidad, que fueran procesados y mapeados a través del TabWin. Se contató el predominio de la muerte materna en el grupo de mujeres solteras , con entre 4 a 7 años de formación . El indice de Mortalidad Materna sigue siendo alta en la ciudad. Dos aglomerados llaman la atención en la distribución espacial de las muertes maternas. El primero en la Zona Oeste que presenta indice de mortalidad materna muy alto . El segundo se situa a lo largo de la region de la Leopoldina donde se concentra un indice de mortalidad materna alto.Maternal mortality is an event that reflects the assistance provided because it deals with unavoidable deaths in 92% of the cases. This is a population-based study that analyzed the deaths certificates of women between 10 to 49 years in a Rio de

  16. Etilismo na jornada laboral: peculiaridades da vida naval

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elizabeth Espindola Halpern

    2014-03-01

    Full Text Available O alcoolismo entre os militares passou a ser objeto de atenção especial na Marinha do Brasil a partir da criação do Centro de Dependência Química em 1997. Este estudo se desenvolveu a partir do método etnográfico, através da observação participante em 2010, no decorrer de 24 sessões, em dois grupos terapêuticos, cada qual composto por cerca de dez integrantes. Os registros foram feitos em um diário de campo após as sessões grupais. Os resultados apontaram que existe uma importante influência de fatores socioculturais na produção de seu alcoolismo. Constatou-se que o beber a bordo é uma tradição aprendida, considerando que existem: oportunidades de beber e o fácil acesso a bebidas alcoólicas; normas favoráveis que apoiam o consumo, inclusive no ambiente de trabalho; e tradições navais que, de forma contínua e sutil, difundem crenças e mitos sobre a inquestionável presença do álcool na vida naval. Enfim, a Marinha brasileira tem um posicionamento ambivalente que, de forma alternada, estimula e proíbe o consumo de etílicos a bordo, aplicando medidas administrativas e punitivas, sem critérios claros. Com efeito, modos de consumir bebidas, geralmente em grupo, encontram-se associados à execução das tarefas marinheiras, facilitando a produção da dependência do álcool.

  17. Brechas regionales de la mortalidad infantil en Colombia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marta C Jaramillo-Mejía

    Full Text Available Objetivos. Estudiar las variaciones de la tasa de mortalidad infantil (TMI en los departamentos de Colombia durante el período 2003-2009, examinar la persistencia de las variaciones entre los departamentos sobre el tiempo y relacionarlas con el impacto de las condiciones socioeconómicas y la disponibilidad de servicios de salud, sobre la mortalidad infantil. Materiales y métodos. Utilizando estadísticas vitales y relacionando datos socioeconómicos y de servicios de salud, se analizaron tres aspectos: la variación de la TMI departamental (2003-2009, la relación entre la TMI departamental y determinantes claves en el tiempo, y las líneas de causalidad e impacto relativo de los diferentes factores. Se emplearan ecuaciones estructurales. Resultados. Se encontró una razón de 4,7 entre la mayor y menor TMI departamental (2009, esta podría estar subestimada principalmente por el subregistros en departamentos de bajos ingresos. Hay una relación negativa entre la TMI departamental con el tiempo y variables altamente correlacionadas, como educación de la madre, ingreso per cápita, cobertura de aseguramiento y acceso a servicios. Conclusiones. El efecto del aseguramiento, disponibilidad de camas privadas y atención médica, es superior al impacto de mejores condiciones socioeconómicas sobre la TMI. La oferta de servicios no parece estar influenciada por una política racional, los recursos no se asignan de acuerdo con las necesidades, sino con el desarrollo general. Las camas privadas se hacen disponibles donde hay mejor aseguramiento en salud y menor TMI

  18. Brechas regionales de la mortalidad infantil en Colombia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marta C. Jaramillo-Mejía

    2013-12-01

    Full Text Available Objetivos. Estudiar las variaciones de la tasa de mortalidad infantil (TMI en los departamentos de Colombia durante el período 2003-2009, examinar la persistencia de las variaciones entre los departamentos sobre el tiempo y relacionarlas con el impacto de las condiciones socioeconómicas y la disponibilidad de servicios de salud, sobre la mortalidad infantil. Materiales y métodos. Utilizando estadísticas vitales y relacionando datos socioeconómicos y de servicios de salud, se analizaron tres aspectos: la variación de la TMI departamental (2003-2009, la relación entre la TMI departamental y determinantes claves en el tiempo, y las líneas de causalidad e impacto relativo de los diferentes factores. Se emplearan ecuaciones estructurales. Resultados. Se encontró una razón de 4,7 entre la mayor y menor TMI departamental (2009, esta podría estar subestimada principalmente por el subregistros en departamentos de bajos ingresos. Hay una relación negativa entre la TMI departamental con el tiempo y variables altamente correlacionadas, como educación de la madre, ingreso per cápita, cobertura de aseguramiento y acceso a servicios. Conclusiones. El efecto del aseguramiento, disponibilidad de camas privadas y atención médica, es superior al impacto de mejores condiciones socioeconómicas sobre la TMI. La oferta de servicios no parece estar influenciada por una política racional, los recursos no se asignan de acuerdo con las necesidades, sino con el desarrollo general. Las camas privadas se hacen disponibles donde hay mejor aseguramiento en salud y menor TMI

  19. Crescimento e composição química de dez espécies de microalgas marinhas em cultivos estanques Growth and chemical composition of ten species of marine microalgae in batch cultures

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Viviane Borges-Campos

    2010-02-01

    Full Text Available Microalgas apresentam diversas aplicações econômicas consagradas, como usos na aquicultura e na indústria de alimentos, havendo buscas por novos usos, como a geração de biomassa para produção de biodiesel. As possíveis aplicações estão diretamente relacionadas à taxa de crescimento e ao perfil químico das espécies. Assim, a seleção de condições que promovam o aproveitamento da biomassa algácea é fundamental para sua utilização econômica. Neste estudo, 10 espécies de microalgas marinhas foram cultivadas e comparadas quanto ao crescimento e à composição química. Foram observadas diferenças na velocidade de crescimento, com espécies de células menores crescendo mais rapidamente que microalgas maiores. Teores de proteínas, carboidratos, lipídeos e pigmentos fotossintetizantes variaram amplamente entre as espécies, sendo as proteínas as substâncias mais abundantes. Todas as espécies apresentaram concentrações de ácidos aminados semelhantes, sendo os ácidos aspártico e glutâmico os mais abundantes. Algumas espécies apresentaram altas concentrações de ácidos graxos de importância econômica, como os ácidos eicosapentaenoico e linoleico. O balanço dos resultados indica que há poucas tendências gerais relacionadas a grandes grupos taxonômicos.Microalgae show several economic applications, such as uses in aquaculture and in food industry, and there is a search for new uses, such as the biomass production to convert into biodiesel. All possible applications are directly linked to growth rate and the chemical profile of the species. Thus, the selection of conditions to promote a better use of algal biomass is fundamental for economic purposes. In this study, 10 species of marine microalgae were cultured and compared for growth and chemical composition. Remarkable differences of growth performance have been observed, with species with small cell volumes growing faster than species with large cell volumes

  20. Mortalidade por acidentes de motocicleta no Brasil: analise de tendencia temporal, 1996-2009

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Evandro Tostes Martins

    2013-10-01

    Full Text Available OBJETIVO Analisar a tendência da mortalidade por acidentes de motocicleta no Brasil. MÉTODOS Estudo descritivo de séries temporais sobre a taxa de mortalidade de acidentes de motocicleta no Brasil, segundo unidades federativas e faixas etárias entre 1996 e 2009. Os dados de óbitos foram obtidos no Sistema de Informação sobre Mortalidade do Ministério da Saúde e da população no Instituto Brasileiro de Geografia Estatística. Taxas de mortalidade padronizadas foram calculadas no período para o Brasil como um todo e Unidades Federativas. Variações anuais das taxas de mortalidade foram estimadas pelo método de Prais-Winsten de regressão linear. RESULTADOS A taxa de mortalidade por acidentes de motocicleta aumentou de 0,5 para 4,5/100.000 habitantes de 1996 a 2009 (aumento de 800% no período e 19% ao ano. Estados com maiores taxas em 2009 foram: Piauí, Tocantins, Sergipe e Mato Grosso. As maiores taxas de crescimento foram observadas nos Estados das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. CONCLUSÕES Houve grande aumento das taxas de mortalidade por acidente de motocicleta em todo o Brasil no período, principalmente nos Estados do Nordeste.

  1. Mortalidade por dependência de álcool no Brasil: 1998 - 2002 Mortalidad por dependencia de alcohol en el Brasil: 1998 - 2002 Alcohol-dependence mortality in Brazil: 1998 - 2002

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leticia Marín-León

    2007-04-01

    Full Text Available Para analisar a mortalidade por dependência de álcool no Brasil (1998-2002 utilizando-se a causa básica de morte das estatísticas oficias, consideraram-se os óbitos decorrentes de "transtornos mentais e comportamentais devidos ao uso de álcool" (F10 da Classificação Internacional de Doenças CID-10. Em 2002 ocorreram 4580 óbitos masculinos e 515 femininos por dependência de álcool, correspondendo a 0,8% das mortes masculinas e 0,1% das femininas. Esses valores representaram 83,3% dos óbitos por distúrbios mentais nos homens e 34,8% nas mulheres. O coeficiente médio anual no período 1998-2002 foi de 5,8 óbitos/100.000 homens, com variações por faixa etária, sendo maior entre os de 45 a 54 anos (16,0 óbitos/100.000 homens. Comparando-se o Brasil com o Canadá, essa mortalidade, embora inferior, especialmente nas mulheres, é muito mais precoce; 46% dos casos ocorreram entre 15 e 44 anos. A Região Sudeste apresentou a maior taxa de mortalidade masculina (6,6 óbitos/100.000 homens. Apontam-se os fatores de subestimação da mortalidade neste estudo. Trata-se de óbitos evitáveis e os homens jovens na Região Sudeste são o grupo prioritário na promoção da saúde e programas de recuperação.Para analizar la mortalidad por dependencia de alcohol en el Brasil (1998-2002, utilizándose la causa básica de muerte de las estadísticas oficiales, se consideraron las muertes decurrentes de "trastornos mentales y de comportamiento debidos al uso de alcohol" (F10 de la Clasificación Internacional de Enfermedades CID-10. En 2002 ocurrieron 4580 muertes masculinas y 515 femeninos por dependencia de alcohol, correspondiendo al 0,8% de las muertes masculinas y al 0,1% de las femeninas. Esos valores representan el 83,3% de las muertes por disturbios mentales en los hombres y el 34,8% en las mujeres. El coeficiente medio anual en el período 1998-2002 fue el de 5,8 muertes/100.000 hombres, con variaciones por gurpo de edad, siendo mayor

  2. Mortalidade infantil evitavel e barreiras de acesso a atencao basica no Recife, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lygia Carmen de Moraes Vanderlei

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar os fatores que influenciam na mortalidade infantil evitável na perspectiva dos protagonistas envolvidos. MÉTODOS: Estudo qualitativo crítico-construtivista de análise do acesso das crianças à atenção e à mortalidade infantil evitável por ações e serviços no Distrito Sanitário I do Recife, PE, entre fevereiro de 2007 e fevereiro de 2008. Desenhou-se amostra teórica em duas etapas: I instituições prestadoras de serviços de saúde infantil; II informantes: gestores (11; profissionais da Estratégia de Saúde da Família e do Programa de Agentes Comunitários de Saúde (48; profissionais das policlínicas (12, mães (20, com tamanho definido por saturação dos discursos. Foram realizadas entrevistas individuais semiestruturadas e estudo de caso de óbito infantil evitável. Utilizou-se análise temática de conteúdo com geração mista de categorias (emergentes e roteiro. RESULTADOS: Houve posições de conflito entre grupos de atores, refletindo o papel desempenhado na rede assistencial. Os participantes institucionais relacionavam os óbitos infantis à ausência/má divulgação das políticas de saúde infantil e das ações intersetoriais; profissionais e mães destacaram dificuldades de acesso por insuficiência global de recursos, principalmente a falta de médicos na Estratégia de Saúde da Família, deslocando a assistência para enfermeiras. Ausência de médicos, rechaço às doenças agudas, atenção desumanizada e/ou de má qualidade técnica foram os principais fatores relacionados aos óbitos pelas mães. Os participantes da Estratégia de Saúde da Família, do Programa de Agentes Comunitários de Saúde e mães identificaram a condição de exclusão social e negligência materna com os óbitos enquanto o estudo de caso de óbito mostrou sua associação à baixa qualidade da atenção ofertada. CONCLUSÕES: Numerosas barreiras de acesso apontam a insuficiente implantação do Sistema

  3. Mortalidade por cirrose, câncer hepático e transtornos devidos ao uso de álcool: Carga Global de Doenças no Brasil, 1990 e 2015

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Paula Souto Melo

    Full Text Available RESUMO: Introdução: O uso de álcool é um dos principais fatores de risco preveníveis para mortalidade ou incapacidade prematuras. Objetivo: Descrever as estimativas de mortalidade e anos de vida perdidos por morte prematura (YLL por cirrose, câncer hepático e transtornos devidos ao uso de álcool no Brasil e suas unidades da federação (UFs, em 1990 e 2015. Métodos: Estudo descritivo com dados do estudo de Carga Global de Doenças (2015 e do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM. Modelos estatísticos foram empregados para obter estimativas corrigidas de mortalidade pelas causas selecionadas. As taxas de mortalidade foram padronizadas por idade (TMPI. Resultados: Em 1990, foram estimados 16.226 óbitos para as 3 condições (17,0/100 mil habitantes, enquanto em 2015 foram 28.337 (15,7/100 mil habitantes. Houve redução da mortalidade (por 100 mil habitantes por cirrose (de 11,4 para 9,5 e estabilidade por câncer hepático (1,5 e 1,9 e transtornos devidos ao uso de álcool (4,1 e 4,3. As TMPI foram 5,1 vezes maiores entre os homens, e as 5 UFs com maiores TMPI e YLL foram da Região Nordeste: Sergipe, Ceará, Pernambuco, Paraíba e Alagoas. As taxas de mortalidade e de YLL pelas três condições estudadas ascenderam no ranking das causas de óbito, em ambos os sexos, exceto a cirrose no feminino. Conclusão: As três condições estudadas são responsáveis por importante carga de mortalidade prematura no Brasil, principalmente entre homens e residentes na região nordeste. Esses resultados reforçam a necessidade de políticas públicas para o enfrentamento ao consumo nocivo do álcool no Brasil.

  4. FATORES ASSOCIADOS À MORTALIDADE INFANTIL EM MUNICÍPIO COM ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO ELEVADO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Volpato Kropiwiec

    2017-09-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo: Identificar os fatores associados à mortalidade infantil em município com bom desenvolvimento socioeconômico. Métodos: Estudo de coorte retrospectivo com 7.887 nascidos vivos do ano de 2012 registrados no Sistema de Informação sobre Nascidos Vivos (SINASC e associados por meio de linkage com o Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM para identificação dos óbitos ocorridos no primeiro ano de vida. Os fatores de risco foram hierarquizados em três níveis de determinação: distal, intermediário e proximal. Os modelos de regressão logística binomial e o modelo multivariado quantificaram o impacto individual das variáveis testadas e ajustaram o efeito das variáveis de confundimento. A magnitude do efeito das variáveis explicativas foi estimada pelo cálculo do Odds Ratio (OR bruta e ajustada e de seus respectivos intervalos de confiança de 95% (IC95%, sendo significante p<0,05. Resultados: Identificou-se 61 óbitos na coorte e o coeficiente de mortalidade infantil foi de 7,7 por mil nascidos vivos. Mãe adolescente (ORaj 3,75; IC95% 1,40-10,02, duração da gestação <32 semanas (ORaj 12,08; IC95% 2,30-63,38, peso ao nascer <1.500 g (ORaj 8,20; IC95% 1,52-44,23, Apgar no 1º e no 5º minuto de vida <7 (ORaj 4,82; IC95% 2,01-11,55 e ORaj 6,26; IC95% 1,93-20,30, respectivamente e presença de malformação congênita (ORaj 21,49; IC95% 7,72-59,82 constituíram fatores de risco para os óbitos. Conclusões: A menor relevância dos fatores socioeconômicos e assistenciais e a maior importância dos fatores biológicos na determinação dos óbitos infantis podem refletir o efeito protetor do elevado desenvolvimento econômico e social dessa localidade.

  5. Codificação da sepse pulmonar e o perfil de mortalidade no Rio de Janeiro, RJ

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bruno Baptista Cardoso

    Full Text Available RESUMO: Objetivo: Descrever os óbitos com menção de sepse pulmonar, medir a associação entre sepse pulmonar e pneumonia, assim como avaliar o impacto da regra de codificação no perfil de mortalidade, com a inclusão simulada do diagnóstico de pneumonia, nas declarações de óbito (DO com menção de sepse pulmonar, no Rio de Janeiro, em 2011. Métodos: Foram identificados os óbitos com menção de sepse pulmonar independentemente da causa básica. Aos médicos atestantes, aplicou-se questionário medindo a associação entre sepse pulmonar e pneumonia. O registro de pneumonia nos prontuários dos óbitos com menção de sepse pulmonar e sem menção de pneumonia na DO foi investigado. Foi descrito o perfil de mortalidade após a inclusão simulada do código de pneumonia nas declarações com sepse pulmonar. Resultados: Sepse pulmonar correspondeu a 30,9% das menções de sepse e a menção de pneumonia estava ausente em 51,3% dessas declarações. Pneumonia constava em 82,8% da amostra de prontuários investigados. Dos médicos entrevistados, 93,3% relataram pneumonia como a mais frequente causa de sepse pulmonar. A simulação revelou que a inclusão da pneumonia alterou a causa básica de 7,8% dos óbitos com menção de sepse e 2,4% de todos os óbitos, independentemente da causa original. Conclusão: Sepse pulmonar está associada à pneumonia e a simples inclusão do código de pneumonia nas declarações de óbito com menção de sepse pulmonar impactaria o perfil de mortalidade, apontando necessidade de aprimoramento das regras de codificação na Classificação Internacional de Doenças (CID-10.

  6. Autopercepción de salud general y mortalidad en adultos mayores

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ximena Moreno

    2014-05-01

    Conclusiones: Los resultados apoyan los hallazgos previos respecto a que la autopercepción de la salud general negativa predice la mortalidad. Es necesario dilucidar los mecanismos por los que este indicador puede predecir la mortalidad en los adultos mayores, que pueden ser diferentes para hombres y mujeres. Se sugiere investigar el papel de la depresión, considerando que el efecto de la autopercepción de la salud sobre la mortalidad no estaba presente en los estudios que la incluían.

  7. Mortalidade pós-neonatal no território brasileiro: uma revisão da literatura

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosângela Aparecida Pimenta Ferrari

    2012-10-01

    Full Text Available O presente trabalho trata-se de revisão sistemática, referente ao período de 2004 a 2009, sobre o tema mortalidade pós-neonatal. Teve o objetivo de identificar como se colocam na literatura, as causas da morte e a relação com as condições socioeconômicas. Foram selecionados 27 artigos, 74,4% publicados em periódicos da área da Saúde Pública e 66,7%, de desenho do tipo ecológico. Quase a totalidade versava sobre grupos de causas e seus componentes (66,7%, seguidos pelo terço restante, sobre a identificação dos fatores determinantes dos óbitos. A região Sudeste produziu mais de 37% dos estudos. Na maioria dos municípios e estados brasileiros, a redução superou 50% no final da década de 1990. Dentre os grupos de causas de óbitos, predominou o grupamento diarreia-pneumonia, seguido pelas malformações congênitas. As condições de vida segundo indicadores socioeconômicos - moradia, saneamento básico, educação e acesso à saúde - foram determinantes para os maiores índices de mortalidade pós-neonatal por causas passíveis de redução.

  8. Assistência e mortalidade neonatal no setor público do Município do Rio de Janeiro, Brasil: uma análise do período 1994/2000

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Auxiliadora de Souza Mendes Gomes

    Full Text Available Este artigo apresenta uma avaliação da intervenção realizada pela Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro(SMS-RJ (estratégias de organização e qualificação da assistência neonatal na rede municipal, incluindo a ampliação dos leitos neonatais de risco, com o objetivo de reduzir a mortalidade neonatal. Analisamos as mudanças ocorridas no atendimento dos diferentes prestadores do setor público (período 1994/2000, na taxa de mortalidade neonatal dos nascimentos ocorridos nas instituições do Sistema Único de Saúde (1995/2000 e o perfil das internações em quatro Unidades de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN da SMS-RJ (2000. Encontramos a concentração do atendimento neonatal de risco nas unidades municipais (de 28,0% do atendimento de nascidos vivos prematuros, em 1994, para 67,0% em 2000, redução na mortalidade neonatal dos nascimentos ocorridos no SUS (de 19,9 óbitos por mil nascidos vivos em 1996 para 15,5 em 2000. Não houve redução nas taxas de prematuridade e baixo peso ao nascer entre as mães residentes no Município do Rio de Janeiro. Na análise das internações nas UTIN encontramos elevada proporção de neonatos de mães moradoras de outros municípios, 14,0% de mães que não realizaram pré-natal e 32,0% de mortalidade entre neonatos com peso ao nascer < 1.500g.

  9. Differential susceptibility according to gender in the association between air pollution and mortality from respiratory diseases Susceptibilidade segundo sexo na associação entre poluição do ar e mortalidade por doenças respiratórias

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcio Sacramento de Oliveira

    2011-09-01

    Full Text Available This study analyzed the association between air pollution and deaths from respiratory diseases, considering differential susceptibility according to gender. The authors used daily deaths from respiratory diseases (ICD-10, J00-J99, PM10, SO2, and O3 levels, and meteorological indicators in Volta Redonda, Rio de Janeiro State, Brazil, from January 2002 to December 2006. The association was estimated by Poisson regression using generalized additive models, where the increase in risk of deaths from PM10 to lag 1 was 10.01% (95%CI: 1.81-18.88% in the total female population and 10.04% (95%CI: 0.90-20.02% in elderly women. The increase in risk of deaths from PM10 to lag 9 was 8.25% in the total male population (95%CI: 0.86-16.18% and 10.80% (95%CI: 2.18-20.15% in elderly men. For exposure to SO2 and O3, the risk was significant in the total male population and the elderly, respectively. The results emphasize the need for further studies, focusing on modification of the effects of air pollution on health.O estudo avaliou a associação entre poluição do ar e óbitos por doenças respiratórias, considerando susceptibilidade diferencial segundo sexo. Foram utilizados óbitos diários por doenças respiratórias (CID-10, J00-J99, níveis de PM10, SO2, O3 e indicadores meteorológicos de Volta Redonda, Rio de Janeiro, Brasil, de janeiro de 2002 a dezembro de 2006. A associação foi estimada por MAG de regressão de Poisson, onde para lag 1, o aumento do risco dos óbitos por PM10 foi de 10,01% (IC95%: 1,81-18,88% no total da população feminina e 10,04% (IC95%: 0,90-20,02% em idosas. No total da população masculina, para lag 9, o aumento do risco de óbitos por PM10 foi de 8,25% (IC95%: 0,86-16,18% e de 10,80% (IC95%: 2,18-20,15% para os idosos. Para exposição ao SO2 e O3, o risco foi significativo no total da população masculina e em idosos respectivamente. Os resultados reforçam a necessidade de estudos adicionais, centrando-se na modifica

  10. La mortalidad por tuberculosis en Argentina a lo largo del siglo XX

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Belen Herrero

    2013-06-01

    Full Text Available El objetivo de este artículo es realizar un análisis de la curva de mortalidad por tuberculosis en Argentina a lo largo del siglo XX, desde 1911 hasta 2007. A partir de los datos obtenidos de diversas fuentes de carácter oficial se marcan las etapas históricas de dicha mortalidad, generando dentro de éstas subperíodos, a fin de entender el comportamiento de la mortalidad por tuberculosis, dependiendo del momento histórico. De esta forma, se vincula el desarrollo de la enfermedad con los dispositivos que se generaron para combatirla. Se realiza un análisis del comportamiento de la mortalidad por regiones del país, partiendo del supuesto que el desarrollo de la misma fue diferente según condiciones económicas y sociales y desarrollo sanitario.

  11. Desafios à cogestão: os impactos da Via Expressa Sul sobre o extrativismo na RESEX Marinha do Pirajubaé

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Lima Spínola

    2014-12-01

    Full Text Available This article focuses on the case of the environmental impacts generated by the installation of the Southern Expressway, an enterprise of the State Government of Santa Catarina, on the extraction of berbigão (cockles; Anomalocardia brasiliana in the Marine Extractive Reserve (RESEX, in the Portuguese acronym Pirajubaé, in Florianópolis (SC. The project caused significant impacts on the marine environment of this RESEX, including the loss of about half of the cockle bank, and hence on extractive practices and their management. The socio-environmental changes resulting from the construction of the Southern Expressway led to a situation of deregulation in the use of fisheries resources, resulting in use conflicts and establishing a situation of open access to resources in the area. In the case of Pirajubaé, when interests of dominant social groups in conflict with the goals of the RESEX were imposed, its institutional arrangement proved unable to secure the rights of the local users or gatherers on the use of natural resources in its territory, which should be the main objective of this kind of Conservation Unit. This leads us to question the effectiveness of the RESEX as an institutional arrangement to ensure shared management and conservation of natural resources in a given territory.

  12. A pesca e o manejo do berbigão (Anomalocardia brasiliana (Bivalvia: Veneridae na Reserva Extrativista Marinha do Pirajubaé, SC, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Ricardo Pezzuto

    2015-08-01

    Full Text Available The Marine Extractive Reserve of Pirajubaé (MER is located in the urban area of Florianópolis city (capital of Santa Catarina State, Southern Brazil, and has the bivalve known as “berbigão” (Anomalocardia brasiliana as its main fishing resource. Based on 100 daily surveys carried out during 2005, this paper describes the berbigão fishery and presents the history of its management. A hand dredge (“gancho” was used by 22 men and four women to catch the berbigão. The fishery is conducted predominantly in the morning and under water depths between 20 and 50 cm. On average, each fisherman swept 469.2 m2 with the dredge and caught 270.5 kilograms of live clams per fishing day, summing up 888.6 t landed in the RESEX along 2005. More than 97% of the individuals in the catch exceeded the minimum legal size (20 mm total length. However, both individual size and total biomass of the stock reduced significantly over time. Most of the catch was processed (i.e. cooked and unshelled and sold to very few buyers. Current management measures include: a maximum number of authorized fisherman; b days of the week and times of the day when the fishery is allowed; c minimum distance between the iron bars in the ganchos’ basket; d minimum legal size; e space-time rotation of fishing areas and, f reporting of daily production data. In spite of the large volume of scientific and traditional knowledge available and the existence of management rules discussed and approved on a participatory system, both the berbigão sustainability and the RESEX as a whole are threatened by administrative, social, economic, environmental and bureaucratic pressures. Neutralize such threats is a key challenge to be faced in this important federal conservation area of Southern Brazil.

  13. Mortalidad atribuible al consumo de tabaco en México

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kuri-Morales Pablo

    2002-01-01

    Full Text Available Objetivo. Estudiar la asociación entre defunciones registradas en la delegación Coyoacán y consumo de tabaco y alcohol. Material y métodos. Estudio de mortalidad proporcional y determinación de fracción atribuible en una cohorte de sujetos de la ciudad de México, D.F., México. Se reunió información de todas las defunciones de 1998 captadas a través del Sistema Estadístico y Epidemiológico de las Defunciones (SEED en la delegación Coyoacán, clasificándolas por diagnóstico en enfermedades del sistema circulatorio (ESC, sistema respiratorio (EPOC, neoplasias (NEO. Se encuestó a familiares de los fallecidos sobre consumo de tabaco y alcohol. Resultados. Fumar los últimos 10 años de vida fue significativo para ESC en hombres de 70 años y más (RM: 2.06, IC 95%=1.18-3.58; y continuar fumando el último año de vida fue significativo para NEO y para EPOC en mujeres de 70 años y más (NEO= RM: 7.24, IC 95%=1.71-30.53; ESR= RM: 4.82, IC 95%=1.41-16.50. En el modelo de regresión para ESC, las personas con tabaquismo intenso tuvieron una posibilidad 0.83 veces mayor de fallecer por ESC, y el RA de esta variable para las ESC en la población general fue 45%. (RM=1.83; IC 95% = 1.1-2.8 p<0.01. Conclusiones. La exposición a tabaco es responsible de la elevada incidencia y mortalidad de enfermedades del sistema circulatorio y respiratorio, así como de neoplasias, en una muestra poblacional de sujetos de la ciudad de México.

  14. Factores de riesgo asociados a la mortalidad por enterocolitis necrotizante

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vivian R. Mena Miranda

    Full Text Available La enterocolitis necrotizante es una urgencia gastrointestinal de causa multifactorial muy relacionada con el neonato pretérmino. Su elevada mortalidad radica en la falta de prevención por el médico a cualquier nivel de atención y a su diagnóstico tardío en los grupos de riesgo. Se realizó un estudio retrospectivo de los 63 pacientes fallecidos por enterocolitis necrotizante durante un período de 25 años en el Hospital Pediátrico Docente de Centro Habana, donde se encontró que el 71,4 % de los afectados era de la raza blanca y el 68,2 % del sexo masculino. La edad más frecuente se encontró en los menores de 3 meses de edad (36,5 % y el 46 % del total de la muestra estudiada tuvo un peso al nacer inferior a los 1 500 g. La prematuridad apareció asociada en el 55,5 % de los fallecidos y el 65 % tuvo lactancia mixta desde el momento de nacimiento.

  15. Factores de riesgo asociados a la mortalidad por enterocolitis necrotizante

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vivian R. Mena Miranda

    Full Text Available La enterocolitis necrotizante (ECN es una urgencia gastrointestinal de causa multifactorial muy relacionada con el neonato pretérmino. Su elevada mortalidad radica en la falta de prevención por el médico a cualquier nivel de atención y a su diagnóstico tardío en los grupos de riesgo. Se realizó un estudio retrospectivo de los 63 pacientes fallecidos por ECN durante un período de 25 años en el Hospital Pediátrico Docente "Centro Habana", donde se encontró que 71,4 % de los afectados eran de la raza blanca y el 68,2 % del sexo masculino. La edad más frecuente se halló en los menores de 3 meses de edad (36,5 % y el 46 % del total de la muestra estudiada tuvo un peso al nacer inferior a los 1 500 g. La prematuridad apareció asociada en el 55,5 % de los fallecidos y el 65 % tuvo lactancia mixta desde el momento de nacimiento.

  16. Caracterização químico-mineralógica e espectroscopia Mössbauer de água-marinha da região de Pedra Azul, nordeste de Minas Gerais.

    OpenAIRE

    Viana, Rúbia Ribeiro; Evangelista, Hanna Jordt; Costa, Geraldo Magela da

    2001-01-01

    Águas-marinhas de três pegmatitos localizados nas imediações da cidade de Pedra Azul, Minas Gerais, foram caracterizadas em termos de propriedades físicas e composição química, incluindo espectroscopia Mõssbauer. Os corpos pegmatíticos têm forma lenticular, ra- ramente ultrapassam 5m de largura e apresentam um pronunciado zonamento mineralógico e textural. Ó último evento termal registrado nes- tes pegmatitos, conforme determinado pelo método K-Ar em moscovita, ocorreu no Neoproterozóico. Est...

  17. Mortalidade por doenças cardiorrespiratórias em idosos no estado de Mato Grosso, 1986 a 2006 Mortalidad por enfermedades cardiorrespiratorias en ancianos en el Estado de Mato Grosso, 1996 a 2006 Mortality due to cardiorespiratory diseases in elderly people in Mato Grosso state, 1986 to 2006

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cleber Nascimento do Carmo

    2010-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever a evolução temporal da mortalidade por doenças cardiorrespiratórias em idosos. MÉTODOS: Estudo epidemiológico descritivo com delineamento ecológico de séries temporais realizado no estado do Mato Grosso, de 1986 a 2006. Foram utilizados dados sobre doenças dos aparelhos respiratório e circulatório obtidos do Sistema de Informação sobre Mortalidade do Ministério da Saúde. Modelos de regressão linear simples foram ajustados para avaliar a tendência das taxas específicas de mortalidade por grupos específicos de idade (60 a 69, 70 a 79 e 80 ou mais anos e sexo. RESULTADOS: Houve aumento na proporção de óbitos por doenças respiratórias e diminuição por doenças cardiovasculares. Na comparação de taxas entre os sexos, as mulheres apresentaram taxas 15% menores para as causas cardiovasculares e taxas similares ao sexo masculino para as causas respiratórias. Foi observada taxa elevada de mortalidade por doenças respiratórias e cardiovasculares, com importante tendência de incremento entre os grupos mais longevos. Em idosos com idade > 80 anos o aumento anual médio na taxa de mortalidade por doenças respiratórias foi de 1,99 óbitos e de 3,43 por doenças do aparelho circulatório. CONCLUSÕES: O estado de Mato Grosso apresenta elevada taxa de mortalidade por doenças respiratórias e cardiovasculares em idosos, com importante tendência de incremento entre os grupos mais longevos.OBJETIVO: Describir la evolución temporal de la mortalidad por enfermedades cardiorrespiratorias en ancianos. MÉTODOS: Estudio epidemiológico descriptivo con delineamiento ecológico de series temporales realizado en el Estado de Mato Grosso, Centro-Oeste de Brasil, de 1986 a 2006. Se utilizaron datos sobre enfermedades de los aparatos respiratorio y circulatorio obtenidos del Sistema de Información sobre Mortalidad del Ministerio de la Salud. Modelos de regresión lineal simple fueron ajustados para evaluar la

  18. Patrones diferenciales de mortalidad entre inmigrantes nicaragüenses y residentes nativos de Costa Rica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Herring, Andrew A.

    2008-07-01

    Full Text Available Utilizando datos del Registro Nacional de defunciones de los años 1996-2005 se calcularon las tasas de mortalidad estandarizadas por edad para personas nacidas en Nicaragua versus personas nacidas en Costa Rica. Así mismo, utilizando modelos de regresión binomial se determinaron los riesgos relativos de mortalidad de los inmigrantes nicaragüenses versus personas nativas de Costa Rica con ajustes por edad, urbanización, desempleo, pobreza, educación y segregación residencial. Los hombres y mujeres nacidos en Nicaragua tuvieron un riesgo reducido de mortalidad de 32% y 34% respectivamente con relación a sus contrapartes nacidas en Costa Rica. Se notó que los riesgos de mortalidad por enfermedades infecciosas, cáncer, enfermedades crónicas pulmonares, enfermedades cardiovasculares, y enfermedades crónicas del hígado eran significativamente reducidos entre los inmigrantes nacidos en Nicaragua. El exceso significativo de mortalidad por homicidios se encontró entre los hombres nacidos en Nicaragua (RT = 1,35, 95% IC: 1,19; 1,53 y en mujeres (RT = 1,41, 95% IC: 1,02; 1,95. El riesgo relativo de causas de mortalidad de origen de tipo exógeno entre los inmigrantes nicaragüenses fue más grande entre los grupos de edad joven en áreas de baja densidad de inmigrantes nicaragüenses. La población nacida en Nicaragua residiendo en Costa Rica tiene un riesgo reducido de mortalidad por causas generales versus las personas nacidas en Costa Rica en los años entre 1996-2005. Esto se debe a una mortalidad por enfermedad reducida, la cual es bastante marcada. El homicidio es un una razón de mayor mortalidad entre los inmigrantes nacidos en Nicaragua versus los nativos costarricenses. Hay una gran necesidad de llevar acabo investigaciones adicionales sobre el rol de la migración, estatus socioeconómico y comportamientos entorno a la salud para poder explicar más a fondo los patrones de mortalidad diferenciales entre los inmigrantes nicarag

  19. Mortalidade por causas externas no estado do Rio de Janeiro no período de 1976 a 1980

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Célia Landmann Szwarcwald

    1986-03-01

    Full Text Available O presente trabalho teve por objetivo o de determinar as tendências da mortalidade por causas externas no período de 1976 a 1980, no Estado do Rio de Janeiro. Foram estudadas as principais causas externas de óbito e sua distribuição temporal e espacial. Os acidentes de trânsito de veículo a motor se revelaram como a principal causa externa de morte e, entre eles, os atropelamentos mostraram-se de real gravidade, sobretudo entre as crianças em idade escolar (5 a 14 anos. O estudo revelou um aumento de 70% na taxa de homicídios nos 5 anos pesquisados, e estes já se constituem no principal f ator de mortalidade entre os adultos jovens de 20 a 29 anos. Evidenciou-se, também, grande número de óbitos classificados como "lesões ignoradas se acidental ou intencionalmente infligidas", apontando para falhas no sistema de classificação dos óbitos por causas externas no Estado do Rio de Janeiro.Deaths due to accident and violent causes were studied in Rio de Janeiro, Brasil from 1976 to 1980. Spatial and time distributions of the main causes of death were analysed. Motor vehicle traffic accidents had shown to be the first cause of death, mainly among school age children (5-14 years old. An increase of 70% in homicide rates was observed and homicides are actually the first cause of death among young adults (20-29 years old. A substantial proportion of misclassifications was found, as indicated by the great number of deaths classified as ''other violences".

  20. UNA APROXIMACION A LOS DETERMINANTES SOCIOECONOMICOS DE LA MORTALIDAD INFANTIL Y DE NIÑEZ EN BOLIVIA: USO DE METODOS INDIRECTOS DE CALCULO DE MORTALIDAD Y ANALISIS BIVARIADO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pamela Córdova

    2016-01-01

    Full Text Available A pesar de las importantes mejoras en los resultados de salud infantil y de niñez durante el Siglo XXI en América Latina, las tasas de mortalidad infantil y de niñez permanecen inaceptablemente altas en Bolivia encontrándose entre las más elevadas la región, solo por debajo de Haití, dirigiéndose a una deficiente salud infantil y de niñez. Estos resultados requieren de evidencia científica sobre la mejor manera de hacer frente a sus determinantes. Este estudio aproxima, teóricamente, mediante el marco teórico propuesto por Mosley-Chen y Sastry, los determinantes de la mortalidad infantil y de niñez en Bolivia enfocados en características individuales, del hogar y contextual. Además se examina de manera preliminar los niveles y magnitudes de la mortalidad mediante el uso de métodos directos e indirectos de estimación mediante la técnica propuesta por la versión Trussel y la versión Palloni-Heligman del Método de Brass y se realiza un análisis bivariado que da cuenta de relaciones existentes entre la mortalidad infantil y de niñez y las variables a nivel del hogar, individual y contextual relacionado con las políticas públicas.

  1. Valores hematológicos de tartarugas marinhas Chelonia mydas (Linaeus, 1758 juvenis selvagens do Arquipélago de Fernando de Noronha, Pernambuco, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo Renan de Deus Santos

    2009-12-01

    Full Text Available Foram determinados os valores hematológicos de referência para 60 tartarugas marinhas Chelonia mydas juvenis selvagens aparentemente saudáveis do Arquipélago de Fernando de Noronha, Pernambuco, Brasil nos meses de julho a setembro de 2003. Os resultados obtidos foram: Hematócrito 21,4 a 36,6 %; Hemácias 0,244 a 0,554 x10(6/µl; Hemoglobina 5,9 a 14,0 g/dl; Volume Corpuscular Médio 500,4 a 986,1 fl; Hemoglobina Corpuscular Média 144,0 a 367,1 pg; Concentração de Hemoglobina Corpuscular Média 23,7 a 45,1 g/dl; Leucócitos 1178,8 a 8259,6 /µl; Monócitos 15,4 a 1494,3 /µl; Linfócitos 221,1 a 1924,8 /µl; Heterófilos 621,5 a 4317,8 /µl; Eosinófilos 96,1 a 1831,0 /µl; Basófilos 0,0 a 45,3 /µl e Trombócitos 9513,2 a 36316,5 /µl. A comparação dos resultados obtidos com os dados da literatura reforça a necessidade do estabelecimento de valores hematológicos específicos para aglomerações em diferentes condições geográficas, climáticas, faixas de tamanho e diferentes metodologias. Devido a estas influências estes valores não devem ser extrapolados para outras aglomerações e devem ser usados com critério para avaliação clínica de indivíduos sob outras condições.

  2. REDES SOCIAIS NA CRIAÇÃO E MORTALIDADE DE EMPRESAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Liliane de Oliveira Guimarães

    2010-07-01

    Full Text Available This article, the result of theoretical reflection and empirical research, analyses the phenomenon of the embeddedness of the entrepreneur and the impact of social networks on the creation and death of businesses, differentiating between those that survive and those that become extinct. Its empirical basis derives from research of a quantitative and comparative nature that was carried out in 2008-2009. To process the data, a special methodological proposal was developed, with indicators that measure some of the components of embeddedness and their impact on the business world. The results suggest that there are differences between the two aspects researched and that social networks can have a positive influence on a company’s possibilities for survival in the market. This article contributes with innovation in the methodological field, as well asoffering contributions at the theoretical level, thus helping to unveil some of the dimensions of the processes that lead to the creation and death of companies, with results of practical nature.

  3. Factores de riesgo asociados a la mortalidad por enterocolitis necrotizante

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vivian R. Mena Miranda

    1998-06-01

    Full Text Available La enterocolitis necrotizante es una urgencia gastrointestinal de causa multifactorial muy relacionada con el neonato pretérmino. Su elevada mortalidad radica en la falta de prevención por el médico a cualquier nivel de atención y a su diagnóstico tardío en los grupos de riesgo. Se realizó un estudio retrospectivo de los 63 pacientes fallecidos por enterocolitis necrotizante durante un período de 25 años en el Hospital Pediátrico Docente de Centro Habana, donde se encontró que el 71,4 % de los afectados era de la raza blanca y el 68,2 % del sexo masculino. La edad más frecuente se encontró en los menores de 3 meses de edad (36,5 % y el 46 % del total de la muestra estudiada tuvo un peso al nacer inferior a los 1 500 g. La prematuridad apareció asociada en el 55,5 % de los fallecidos y el 65 % tuvo lactancia mixta desde el momento de nacimiento.Necrotizing enterocolitis is a gastrointestinal urgency of multifactorial cause taht is closely connected with the preterm neonatus. Its high mortality results from the lack of prevention on the part of the physician at any level of attention and from its late diagnosis in the risk groups. A retrospective study of 63 patients who died of necrotizing enterocolitis during a period of 25 years at the Pediatric Teaching Hospital of Central Havana was conducted. It was found that 71.4 % of the affected were white and 68.2 % were males. It was more frequent among those under 3 months (36.5 %. 46 % of the total of the sample studied had a birth weight of less than 1 500 g. Prematurity appeared associated in 55 % of the dead, whereas 65 % had a mixed lactation since their birth.

  4. Mortalidad por meningitis por Pasteurella canis. Oportunidades de aprendizaje

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Rosa Ropero Vera

    2016-01-01

    Full Text Available La meningitis bacteriana es una enfermedad importante de distribución mundial, causa mayor y sustancial de mortalidad y morbilidad en países en desarrollo. La Organización Mundial de la Salud (OMS sostiene que la meningitis es una de las diez afecciones principales del ser humano y debe ser considerada como una emergencia infectológica; por eso es fundamental reconocer que esta enfermedad es causa de muerte en niños de todo el mundo, sin distinción de raza, nivel económico o sociocultural. Se realizó una investigación de caso en menor de 53 días de nacido, que cumplía con los criterios clínicos y de laboratorio compatible con meningitis bacteriana, con el propósito de analizar y fortalecer la toma de decisiones en salud pública por parte de la secretaría local de salud del municipio de Valledupar (Colombia. Entre los hallazgos se encontró antecedentes infecciosos en el menor, coloración de Gram y cultivo de LCR, en el que se identificó cocobacilos Gram negativos, que fueron aislados como agente causal Pasteurella canis. Este estudio pretende sensibilizar a los prestadores de salud para que cuenten con personal altamente capacitado para brindar tratamientos adecuados y prevenir complicaciones en la meningitis bacteriana en niños, y así disminuir la posibilidad de secuelas o muerte, tanto en pacientes con compromiso inmunológico o sin este.

  5. Estrategias para reducir la mortalidad infantil, Cuba 1959-1999

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raúl L. Riverón Corteguera

    2000-09-01

    Full Text Available Se describen las estrategias utilizadas por el Ministerio de Salud Pública en las diferentes etapas del Programa de Atención Maternoinfantil, para reducir la mortalidad infantil en Cuba de 1959 a 1999. Este período se dividió para su comprensión en 4 decenios. Se hace referencia a las diferentes medidas utilizadas, desde la creación del Sistema Nacional de Salud, la formación de recursos humanos; el desarrollo de la Educación Médica, la edificación de Facultades de Ciencias Médicas y la capacitación del posgraduado, el incremento de hospitales y el aumento de las camas hasta los programas de inmunización, de lucha contra la gastroenteritis y para disminuir el bajo peso al nacer, el uso racional de los antimicrobianos; la presencia de la madre acompañante; la implantación del uso de las sales de rehidratación oral (SRO para prevenir y tratar la deshidratación por enfermedades diarreicas; el desarrollo de la Atención Primaria de Salud; los programas de tecnología avanzada para la detección de anomalías congénitas; la promoción de la lactancia materna exclusiva (LME; la categorización, por UNICEF, de los hospitales "Amigos de la Madres y el Niño", el desarrollo de investigaciones que sirvieron de base al Programa de Atención Maternoinfantil; la edificación de hospitales; la construcción de las unidades de terapia intensiva con equipamiento moderno tanto en pediatría como en neonatología y otros muchos elementos puestos en prácticas durante estos 40 años. Esto ha contribuido a que la mortalidad infantil, a pesar de haberse incrementado en el primer decenio (1959-1969 en el 25,5 %, a partir del 2do. decenio (1970-1979 iniciara un descenso mantenido en el 50 %; en el 3er. decenio (1980-1989 del 43,4 % y en el 4to. decenio (1990-1999 del 40,2 %. Se concluye exponiendo las principales estrategias que contribuyeron a reducir la mortalidad infantil en los últimos años de este siglo.The strategies used by the Ministry of

  6. Utilização de técnicas multivariadas e de morfometria geométrica na discriminação de espécies do gênero Rhinobatos (Família Rhinobatidae) do Nordeste do Brasil

    OpenAIRE

    Cristiane Rocha Albuquerque Lima

    2007-01-01

    Rhinobatos cf percellens é uma espécie de raia marinha de águas costeiras. A amostra analisada foi coletada em Caiçara do Norte, no estado do Rio Grande do Norte (Brasil). Técnicas tradicionais e de morfometria geométrica foram usadas com o objetivo de identificar o status específico da espécie explorada na costa Nordeste do Brasil. Para isso, comparações entre R. percellens e R. lentiginosus foram feitas através de dados obtidos na literatura e dados de parátipos de ambas espécies prov...

  7. Variación estacional de la mortalidad en la ciudad de Valencia, España

    OpenAIRE

    BALLESTER-DÍEZ FERRAN; CORELLA-PIQUER DOLORS; PÉREZ-HOYOS SANTIAGO; HERVÁS-HERNANDORENA ANNA; MERINO-EGEA CAYETANO

    1997-01-01

    Objetivo. Estudiar la variación estacional de la mortalidad por todas las causas según grupo de edad y sexo, en la ciudad de Valencia, España, durante el periodo 1976-1990, y su relación con la temperatura. Material y métodos. Se hizo un estudio ecológico de series mensuales de mortalidad global y temperatura media. La variable principal de resultado fue la mortalidad por todas las causas. Se calcularon las tasas de mortalidad específicas por grupos de edad (0-4, 35-39, 50-64, 65-74 y > o = ...

  8. Utilização das informações vitais para a estimação de indicadores de mortalidade no Brasil: da busca ativa de eventos ao desenvolvimento de métodos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Germano de Frias

    Full Text Available Resumo: O artigo apresenta a construção histórica brasileira sobre a utilização das informações vitais, incorporando procedimentos de avaliação das informações e pesquisas de busca ativa de nascimentos e óbitos, que resultaram na proposição de métodos para o cálculo de indicadores de natalidade e mortalidade mediante o uso de registros contínuos. Além das pesquisas para captar eventos vitais referentes aos anos de 2000 e 2008, são apresentados os procedimentos para a correção dos eventos informados aos sistemas de informação e a mudança de paradigma no método de cálculo dos indicadores de mortalidade decorrente destas iniciativas. Adicionalmente, destacam-se os avanços na adequação das informações sobre óbitos e nascidos vivos no Brasil, as alterações nas estimativas da mortalidade infantil decorrentes da proposição de métodos, além do desafio de estimar o indicador para áreas geográficas subnacionais, com menores contingentes populacionais, que em sua maioria é composta por municípios com baixa cobertura e regularidade dos dados.

  9. Desenvolvimento de filmes à base de carrageanas das algas marinhas Solieria filiformis e Hypnea murciformis e de um alginato comercial

    OpenAIRE

    Gabriela Almeida de Paula

    2013-01-01

    Ã crescente a busca pelo desenvolvimento de embalagens biodegradÃveis, pois a maioria utilizadas nos dias atuais sÃo derivadas do petrÃleo e de materiais sintÃticos, o que leva um aumento no nÃvel de poluiÃÃo ambiental. Uma proposta seria a utilizaÃÃo de biopolÃmeros naturais, como por exemplo os polissacarÃdeo, proteÃnas e lipÃdeos, pois sÃo materiais capazes de formar uma matriz contÃnua e coesa, alÃm de serem biodegradÃveis, abundantes na natureza e renovÃveis. O principal objetivo do est...

  10. Mortalidade de motociclistas em acidentes de transporte no Distrito Federal, 1996 a 2007

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marli de Mesquita Silva Montenegro

    2011-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever características sociodemográficas e analisar a tendência temporal da mortalidade de motociclistas traumatizados em acidentes de transporte. MÉTODOS: Estudo de séries temporais com dados de 580 óbitos de motociclistas do Distrito Federal, de 1996 a 2007, obtidos do Sistema de Informações sobre Mortalidade. Foram calculadas as taxas de mortalidade específicas segundo idade e sexo, as taxas padronizadas (método direto e a razão de óbitos por frota (motocicletas. A média móvel centralizada da taxa padronizada de mortalidade de homens foi calculada para o período de três anos e um modelo de regressão linear foi construído para estudar a evolução temporal da mortalidade. Para calcular o incremento anual da taxa de mortalidade padronizada utilizou-se o método joinpoint (ponto de inflexão. RESULTADOS: A maior parte dos motociclistas mortos era do sexo masculino, (94,3%, pardo (71,0% e tinha entre 20 e 39 anos (73,8%. A taxa padronizada de mortalidade de motociclistas (homens residentes foi de 1,9 para 7,2 óbitos/100 mil homens entre 1996 e 2007. Entre 1998 e 2007, a razão de óbitos por frota passou de 2,0 óbitos/10 mil motocicletas para 10,0 óbitos/10 mil motocicletas entre os homens. Estimou-se incremento anual de 0,48 óbito/100 mil homens (IC95% 0,31;0,65; p < 0,001. O incremento percentual anual da taxa padronizada de mortalidade para o sexo masculino foi de 36,2% no período 1998-2007 (IC 95% 21,2%;53,2%; p < 0,05. CONCLUSÕES: A taxa de mortalidade de motociclistas decorrente de acidentes de transporte aumentou expressivamente. Esse aumento é explicado apenas em parte pelo aumento da frota de motocicletas. Características individuais dos condutores, bem como as condições locais do tráfego, necessitam ser investigadas para o planejamento de políticas preventivas.

  11. MORTALIDADE POR CÂNCER DE COLO UTERINO, 1996-2011, SANTA CATARINA, BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kathleen Mary Hegadoren

    2014-01-01

    Full Text Available Estudio cuantitativo de base poplacional. Los autores tienen como objectivo examinar las influencias de la región, la edad y el tiempo en la mortalidad por cáncer de cuello uterino. Las tasas de mortalidad que ocurrieron en el Estado de Santa Catarina, entre 1996 y 2011 fueron analizados. Los datos fueron obtenidos del Sistema de Información de Mortalidad del Ministerio de Salud, Brasil, en el año 2013. El analisis de los datos fue realizada fundamentada en la epidemiologia descritiva. Las tasas de mortalidad por cáncer de cuello uterino variaron desde 3,6 hasta 5,0 / 100.000 mujeres. Estas tasas aumentaron en los grupos de mayor edad y presentaron los valores más altos después de 70 años. La conciencia de la mujer acerca de la importancia del la prueba de Papanicolaou en sus evaluaciones de salud, puede ser diferente según la edad y las regiones en las que viven. La frecuencia de la prueba de Papanicolaou debe cambiar mediante la observación de la evolución de las tasas de mortalidad en el tiempo.

  12. Impacto da mortalidade da doença da aorta torácica no estado de São Paulo no período de 1998 a 2007

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Ribeiro Dias

    2013-12-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Ainda não foram analisadas as características epidemiológicas das doenças da aorta torácica (DAT no estado de São Paulo e no Brasil, assim como o seu impacto na sobrevida desses pacientes. OBJETIVOS: Avaliar o impacto da mortalidade das DAT e caracterizá-la epidemiologicamente. MÉTODOS: Análise retrospectiva dos dados do Sistema Único de Saúde para os códigos de DAT do registro de internações, de procedimentos e dos óbitos, a partir do Código Internacional de Doenças (CID-10, registrados na Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo durante o período de janeiro de 1998 a dezembro de 2007. RESULTADOS: Foram 9.465 óbitos por DAT, 5.500 homens (58,1% e 3.965 mulheres (41,9%; 6.721 dissecções (71% e 2.744 aneurismas, 86,3% diagnosticados no IML. Foram 6.109 internações, 67,9% do sexo masculino, sendo que 21,2% evoluíram a óbito (69% homens, com proporções semelhantes de dissecção e aneurisma entre os sexos, respectivamente 54% e 46%, porém com mortalidade distinta. Os homens com DAT morrem mais que as mulheres (OR = 1,5. A distribuição etária para óbitos e internações foi semelhante, com predomínio na sexta década. Foram 3.572 operações (58% das internações com mortalidade de 20,3% (os pacientes mantidos em tratamento medicamentoso apresentaram mortalidade de 22,6%; p = 0,047. O número de internações, de cirurgias, de óbitos dos pacientes internados e geral de óbitos por DAT foi progressivamente superior ao aumento populacional no decorrer do tempo. CONCLUSÕES: Atuações específicas na identificação precoce desses pacientes, assim como a viabilização do seu atendimento, devem ser implementadas para reduzir a aparente progressiva mortalidade por DAT imposta à nossa população.

  13. Mortalidade de crianças usuárias de creches no Município de São Paulo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eneida S Ramos Vico

    2004-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever o comportamento da mortalidade em crianças usuárias de creches. MÉTODOS: Trata-se de estudo descritivo da mortalidade de crianças da faixa etária de zero a seis anos e 11 meses, matriculadas em toda a Rede Pública Municipal de Creches de São Paulo (Br, no período de 1995 a 1999. As variáveis de interesse foram sexo, idade, causa básica de morte, tempo de permanência na creche e sazonalidade. RESULTADOS: O coeficiente médio de mortalidade observado para o período foi de 36,4 por cem mil crianças. Do total das mortes, 32,7% ocorreram em menores de um ano e 78,4% em crianças com até três anos. Quanto ao tempo de permanência, 54,2% não chegaram a completar seis meses, destacando os três meses iniciais que concentraram 36,3% das mortes. A maioria dos óbitos ocorreu nos meses de inverno e outono, respectivamente, 31,8% e 29,6%. As causas de morte mais freqüentes foram de origem infecciosa: pneumonias (29,6%, infecção meningocócica (13,0%, meningites não meningocócicas (8,5%, gastroenterites (7,6%, varicela (5,4%. As causas externas representaram 13,5% devido a quedas, atropelamentos, afogamentos, queimaduras e agressões. CONCLUSÕES: A maior parte das mortes ocorreu em menores de três anos e decorreu de causas evitáveis, algumas delas preveníveis por vacinas.

  14. Factores de riesgo asociados a la mortalidad por enterocolitis necrotizante

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vivian R. Mena Miranda

    1998-12-01

    Full Text Available La enterocolitis necrotizante (ECN es una urgencia gastrointestinal de causa multifactorial muy relacionada con el neonato pretérmino. Su elevada mortalidad radica en la falta de prevención por el médico a cualquier nivel de atención y a su diagnóstico tardío en los grupos de riesgo. Se realizó un estudio retrospectivo de los 63 pacientes fallecidos por ECN durante un período de 25 años en el Hospital Pediátrico Docente "Centro Habana", donde se encontró que 71,4 % de los afectados eran de la raza blanca y el 68,2 % del sexo masculino. La edad más frecuente se halló en los menores de 3 meses de edad (36,5 % y el 46 % del total de la muestra estudiada tuvo un peso al nacer inferior a los 1 500 g. La prematuridad apareció asociada en el 55,5 % de los fallecidos y el 65 % tuvo lactancia mixta desde el momento de nacimiento.Necrotizing enterocolitis (NEC is a multifactorial caused gastrointestinal urgency closely related to the preterm newborn. Its high mortality has roots in the lack of prevention by the physician at any level of care, and due to a late diagnosis in risk groups. A retrospective study was carried out about 63 deceased patients as a result of NEC, along a 25 years period at the Centro Habana Teaching Pediatric Hospital, and it was found that 71,4 % of the affected infants were white, and that 68,2 % were masculin. The most frequent age was found in infants less than 3 months old (36,5 %, and 46 % of the total sample investigated had a birth weight lower than 1 500 g. Prematurity appeared associated in 55,5 % of the deceased, and 65 % had mixed lactation from the birth on.

  15. Bioprospecção de macroalgas marinhas e plantas aquáticas para o controle da antracnose do feijoeiro Bioprospecting of marine seaweeds and aquatic plants for controlling the bean anthracnose

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guilherme Fernandes de Abreu

    2008-02-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi testar o efeito local, residual e sistêmico, de extratos de 17 espécies de macroalgas marinhas e de duas plantas aquáticas, sobre a antracnose do feijoeiro. Para tanto, os espécimes foram coletados, identificados, secos em estufa (50ºC/ 48 h, moídos e seus compostos extraídos com etanol. Plantas de feijoeiro (Phaseolus vulgaris cv. Uirapuru foram cultivadas em vasos, em casa-de-vegetação. Os 19 extratos foram subdivididos e testados em duas etapas de seleção e comparação independentes, utilizando-se o delineamento inteiramente ao acaso, com cinco repetições (vasos com três plantas. As plantas foram pulverizadas com extratos na concentração de 50 mg de peso seco/mL quando apresentavam o primeiro trifólio expandido. Para verificar o efeito local, as plantas foram inoculadas com uma suspensão de 1,2 x 10(6 conídios/mL 4 horas após o tratamento, enquanto que para o estudo do efeito residual e sistêmico, as plantas foram inoculadas 7 dias após o tratamento. A severidade da antracnose foi avaliada 7 dias após a inoculação (dai na planta inteira e no trifólio não tratado (efeito sistêmico, utilizando-se uma escala de 1 a 9. As algas e plantas que reduziram significativamente a severidade da doença foram comparadas em experimento avaliado aos 7 e aos 12 dai. O extrato de Bryothamnion seaforthii apresentou efeito local, reduzindo em 35% a severidade da antracnose, enquanto o extrato de Ulva fasciata demonstrou efeito residual com redução de 22% na doença aos 12 dai. Somente os extratos de Lemna sp. e U. fasciata reduziram sistemicamente a severidade de doença aos 7 dai na ordem de 55 e 44%, respectivamente, em relação à testemunha. O possível modo de ação desses extratos é discutido.The goal of this work was to test the local, residual as well as systemic effect of extracts from 17 marine seaweeds and two aquatic plant species against the bean anthracnose. For that, specimens were

  16. Mortalidad por defectos del tubo neural en México, 1980-1997

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ramírez-Espitia José A

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Describir la mortalidad en México por defectos del tubo neural, durante el periodo 1980-1997. MATERIAL Y MÉTODOS: Las tasas anuales de mortalidad estatales y nacionales, por defectos del tubo neural, se calcularon por 10 000 nacidos vivos. La tendencia temporal fue evaluada por el porcentaje de cambio anual obtenido mediante un modelo de regresión de Poisson. Se calculó la razón de mortalidad, tomando la media nacional como referencia. Las tasas y las razones se representaron gráficamente en mapas. RESULTADOS: Durante el periodo la tasa bruta de mortalidad por defectos del tubo neural fue de 5.8 por 10 000 nacidos vivos. La anencefalia fue el tipo de defecto más frecuente (37.7%, seguida de la espina bífida sin hidrocefalia (31.6%. La tendencia nacional de la mortalidad por defectos del tubo neural fue ascendente entre 1980 y 1990 (porcentaje de cambio anual 7.5 IC 95% 6.5, 8.6 y descendente entre 1990-1997 (porcentaje de cambio anual -2.3 IC 95% -3.6, -0.9. CONCLUSIONES: Las altas tasas de mortalidad por defectos del tubo neural fueron debidas principalmente a la elevada frecuencia de las anencefalias. El incremento observado parece no ser sólo atribuible a cuestiones puramente diagnósticas o de mejora en los registros. La influencia de factores asociados a estos defectos, como determinados polimorfismos genéticos, la deficiencia de ácido fólico, la obesidad materna, la exposición laboral a plaguicidas y la pobreza deberán evaluarse mediante estudios específicos.

  17. Mortalidad infantil y migración en Chiapas, México

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Olga Lidia Lópes-Gonzáles

    2010-01-01

    Full Text Available El objetivo de este trabajo fue analizar, en términos causales, la relación entre mortalidad infantil y migración en cuatro zonas socioeconómicas de la región Soconusco en Chiapas, México. El análisis de este estudio se basó en los resultados de una encuesta socio demográfica y de salud con base poblacional (probabilística que se llevó a cabo en el Soconusco, Chiapas en 1996-97. Se contrastan zonas con distinta condición socioeconómica, cultural y productiva. Se realizó análisis de regresión lineal y logística para identificar el efecto de la migración y la mortalidad infantil, así como de la migración y la zona geográfica sobre la tasa de mortalidad infantil. Los datos muestran que aunque más del 70% de la varianza de la mortalidad infantil se explica por la migración, no existe evidencia de una relación causal concluyente. La relación identificada entre mortalidad infantil, migración y zonas geográficas orientan a una explicación alternativa. Planteamos la hipótesis de que en la región estudiada, la magnitud y características de la emigración, así como de las tasas de mortalidad infantil, son consecuencia de las condiciones de vulnerabilidad económica y social de las poblaciones.

  18. Mortalidad infantil y migración en Chiapas, México

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Olga Lidia Lópes-Gonzáles

    2010-07-01

    Full Text Available El objetivo de este trabajo fue analizar, en términos causales, la relación entre mortalidad infantil y migración en cuatro zonas socioeconómicas de la región Soconusco en Chiapas, México. El análisis de este estudio se basó en los resultados de una encuesta socio demográfica y de salud con base poblacional (probabilística que se llevó a cabo en el Soconusco, Chiapas en 1996-97. Se contrastan zonas con distinta condición socioeconómica, cultural y productiva. Se realizó análisis de regresión lineal y logística para identificar el efecto de la migración y la mortalidad infantil, así como de la migración y la zona geográfica sobre la tasa de mortalidad infantil. Los datos muestran que aunque más del 70% de la varianza de la mortalidad infantil se explica por la migración, no existe evidencia de una relación causal concluyente. La relación identificada entre mortalidad infantil, migración y zonas geográficas orientan a una explicación alternativa. Planteamos la hipótesis de que en la región estudiada, la magnitud y características de la emigración, así como de las tasas de mortalidad infantil, son consecuencia de las condiciones de vulnerabilidad económica y social de las poblaciones.

  19. Fatores preditivos de morbidade e mortalidade no trauma penetrante do cólon

    OpenAIRE

    Thiago Rodrigues Araujo Calderan

    2014-01-01

    Resumo: A lesão de cólon, que ocorre em 25% a 41% dos ferimentos por projétil de arma de fogo (FPAF) e em 5% a 20% dos ferimentos por arma branca (FAB) que acometem o abdome, apesar de possuir baixa mortalidade, apresenta uma alta morbidade. O presente estudo teve como objetivo analisar quais os fatores prognósticos envolvidos no aumento da morbidade e da mortalidade no trauma penetrante do cólon. Foi realizado um estudo retrospectivo de 21 anos, em que 462 pacientes foram admitidos com traum...

  20. Atención prenatal y mortalidad materna hospitalaria en Tijuana, Baja California

    OpenAIRE

    Gonzaga-Soriano, María Rode; Zonana-Nacach, Abraham; Anzaldo-Campos, María Cecilia; Olazarán-Gutiérrez, Asbeidi

    2014-01-01

    Objetivo. Describir la atención médica prenatal recibida en mujeres con mortalidad materna hospitalaria en el IMSS durante 2005-2012 en Tijuana, Baja California, México. Material y métodos. La información se obtuvo de los archivos de los Comités de Mortalidad Materna y revisión del expediente. Resultados. Hubo 44 muertes maternas (MM). Treinta (68%) asistieron a atención prenatal (AP), el promedio de citas fue de 3.8 y 18 (41%) tuvieron una AP adecuada (≥ 5 citas). Seis (14%) mujeres no sabía...

  1. Evaluación del crecimiento y mortalidad en cobayos suplementados con pulpa de naranja

    OpenAIRE

    Ordóñez Panamá, Erika Esperanza

    2016-01-01

    El documento consiste en evaluar el crecimiento y mortalidad de cobayos destetados a los 15 días suplementados con pulpa de naranja, se analizaron variables como: peso vivo, incremento de peso, consumo de alimento, conversión alimenticia e índice de mortalidad con el fin de comparar la eficacia de los tratamientos realizados. This document consist in evaluate the growth and mortality of guinea pigs weaned at 15 days supplemented with orange pulp, the variables analyzed were: body weight, w...

  2. Pequenos para idade gestacional: fator de risco para mortalidade neonatal Small for gestational age

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Furquim de Almeida

    1998-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estudar as variáveis contempladas na Declaração de Nascimento (DN como possíveis fatores de risco para nascimentos pequenos para a idade gestacional (PIG e o retardo de crescimento intra-uterino como fator de risco para a mortalidade neonatal. MATERIAL E MÉTODO: As variáveis existentes na DN foram obtidas diretamente de prontuários hospitalares. Os dados referem-se a uma coorte de nascimentos obtida por meio da vinculação das declarações de nascimento e óbito, correspondendo a 2.251 nascimentos vivos hospitalares, de mães residentes, ocorridos no Município de Santo André, Região Metropolitana de São Paulo, no período de l/1 a 30/6/1992, e aos óbitos neonatais verificados nessa coorte. RESULTADOS: Obteve-se a proporção de 4,3% de nascimentos PIG, significativamente maior entre os recém-nascidos de pré-termo e pós-termo, entre os nascimentos cujas mães tinham mais de 35 anos de idade e grau de instrução inferior ao primeiro grau completo. Os recém-nascidos PIG apresentam maior risco de morte neonatal que aqueles que não apresentavam sinais de retardo de crescimento intra-uterino. CONCLUSÕES: Em áreas com menor freqüência de baixo peso ao nascer, é importante investigar a presença de retardo de crescimento intra-uterino entre os nascimentos prematuros e não apenas nos nascimentos de termo. O registro da data da última menstruação (ou da idade gestacional em semanas não agregadas na DN facilitaria a detecção de PIGs na população de recém-nascidos.INTRODUCTION: Variables of birth certificates were analysed as risk factors of SGA (Small for Gestational Age infantis, and with a view to discovering if retarded intra-uterine growth was a risk factor neonatal mortality. MATERIAL AND METHOD: Data were obtained directly from 11 hospital medical records. A cohort of 2.251 hospital live births was obtained. Linkage of the death and birth certificates was undertaken to identify the neonatal deaths. The

  3. Mineração de dados e características da mortalidade infantil Data mining and characteristics of infant mortality

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rossana Cristina Xavier Ferreira Vianna

    2010-03-01

    Full Text Available O estudo busca identificar padrões de características materno-fetais na predição da mortalidade infantil, por meio da incorporação de técnicas inovadoras, como a Mineração de Dados, que se mostram relevantes em Saúde Pública. Foi elaborada uma base de dados, com óbitos infantis analisados pelos Comitês de Prevenção da Mortalidade Infantil de 2000 a 2004, a partir da integração dos Sistemas de Informações de Nascidos Vivos, da Mortalidade e da Investigação da Mortalidade Infantil no Estado do Paraná. O programa da mineração foi o WEKA, de uso livre. A mineração faz busca em banco de dados e fornece regras que devem ser analisadas para transformação em informação útil. Após a mineração, selecionaram-se 4.230 regras, por exemplo: mãe adolescente e peso ao nascer This study aims to identify patterns in maternal and fetal characteristics in the prediction of infant mortality by incorporating innovative techniques like data mining, with proven relevance for public health. A database was developed with infant deaths from 2000 to 2004 analyzed by the Committees for the Prevention of Infant Mortality, based on integration of the Information System on Live Births (SINASC, Mortality Information System, and Investigation of Infant Mortality in the State of Paraná. The data mining software was WEKA (open source. The data mining conducts a database search and provides rules to be analyzed to transform the data into useful information. After mining, 4,230 rules were selected: teenage pregnancy plus birth weight < 2,500g, or post-term birth plus teenage mother with a previous child or intercurrent conditions increase the risk of neonatal death. The results highlight the need for greater attention to teenage mothers, newborns with birth weight < 2,500g, post-term neonates, and infants of mothers with intercurrent conditions, thus corroborating other studies.

  4. Mortalidade global e cardiovascular e fatores de risco de pacientes em hemodiálise Mortalidad global y cardiovascular y factores de riesgo de pacientes en hemodiálisis Global and cardiovascular mortality and risk factors in patients under hemodialysis treatment

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fátima Aparecida A. Almeida

    2010-02-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Mortalidade global e cardiovascular (CV elevada de pacientes em hemodiálise. OBJETIVO: Avaliação da mortalidade global e CV e identificação do risco de pacientes em hemodiálise. MÉTODOS: Estudo observacional, prospectivo. Estudados 334 pacientes em três anos. Desfechos primários: mortalidade global e CV. Sobrevida avaliada pelo método de Kaplan-Meier. Identificação de variáveis de risco pela Regressão de Cox, bi e multivariada. RESULTADOS: Foram estudados 189 (56,6% homens, idade 48,8 ± 14,2 anos, maioria de não brancos (295[88,3%] e com escolaridade de 0 a menor que 8 anos (211[63,2%]. Mortalidade total de 21,6% (72/334, 50% sobrevivendo 146 meses, e mortalidade CV de 41,7%(30/72, 75% sobrevivendo 141 meses. Na análise bivariada, o RR de óbito não cardiovascular (ONCV e CV aumentou com Idade >60 anos, Hb 126 mg/dl; de ONCV apenas, com baixa escolaridade, viuvez, Hb100 mg/dl, produto Ca x P 9,2 mg/dl; diminuiu com PA>140/90 mmHg (antes da sessão de HD e Ht>36%; de óbito CV apenas, aumentou com creatinina >9,4 mg/dl. Na análise multivariada, o RR de ONCV e CV aumentou com idade >60 anos e Hb126 mg/dl e o de ONCV com taxa de remoção de ureia na hemodiálise (Kt/V 60 anos e Hb126 mg/dl e ONCV Kt/VFUNDAMENTO: Mortalidad global y cardiovascular (CV elevada de pacientes en hemodiálisis OBJETIVO: Evaluación de la mortalidad global y CV e identificación del riesgo de paciente en hemodiálisis. MÉTODOS: Estudio observacional, prospectivo. Estudiados 334 pacientes en tres años. Desenlaces primarios: mortalidad global y CV. Sobrevida evaluada por el método de Kaplan-Meier. Identificación de variables de riesgo por la Regresión de Cox, bi y multivariada. RESULTADOS: Se estudiaron 189 (56,6% hombres, edad 48,8 ± 14,2 años, mayoría no blancos (295[88,3%] y con escolaridad de 0 a menor que 8 años (211[63,2%]. Mortalidad total de 21,6% (72/334, 50% sobreviviendo 146 meses, y mortalidad CV de 41,7% (30/72, 75

  5. Estudos dos Fatores Contribuintes para a Mortalidade das Micro e Pequenas Empresas do Estado do Maranhão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rodrigo Arraes Alvarenga

    2016-06-01

    Full Text Available As microempresas estão assumindo cada vez mais um papel relevante na sociedade, tanto na geração de emprego e renda, quanto na identificação de nichos de mercado não identificados pelas grandes corporações. Contudo, ano após ano um número expressivo dessas empresas encerram suas atividades. Nesse sentido, o objetivo desse estudo foi identificar e caracterizar as causas que contribuíram para a mortalidade das microempresas do Estado do Maranhão no período de 2005 a 2011. Diante disso, esta pesquisa está classificada como explicativa e descritiva, face a busca pela identificação dos fatores que determinaram o encerramento das atividades, bem como a descrição das características dos proprietários dessas organizações. A amostra estudada foi de 3.752 empresas, frente a uma população de 39.039. E, para viabilizar economicamente a pesquisa, utilizou-se como estratégia para a coleta de dados um Call Center cedido por uma concessionária localizada em Bacabal – MA. Após dois meses efetuando no mínimo duas ligações para cada empresário, foi possível concluir que das 10 hipóteses testadas, 6 tiveram participação decisiva no processo de falência das empresas estudadas.Ao final, fez-se recomendações para novos estudos, recomendando-se um estudo que busque identificar qual atividade o empresário exerce após ter seu empreendimento encerrado.

  6. Mortalidad atribuible al consumo de tabaco en México

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pablo Kuri-Morales

    2002-01-01

    Full Text Available Objetivo. Estudiar la asociación entre defunciones registradas en la delegación Coyoacán y consumo de tabaco y alcohol. Material y métodos. Estudio de mortalidad proporcional y determinación de fracción atribuible en una cohorte de sujetos de la ciudad de México, D.F., México. Se reunió información de todas las defunciones de 1998 captadas a través del Sistema Estadístico y Epidemiológico de las Defunciones (SEED en la delegación Coyoacán, clasificándolas por diagnóstico en enfermedades del sistema circulatorio (ESC, sistema respiratorio (EPOC, neoplasias (NEO. Se encuestó a familiares de los fallecidos sobre consumo de tabaco y alcohol. Resultados. Fumar los últimos 10 años de vida fue significativo para ESC en hombres de 70 años y más (RM: 2.06, IC 95%=1.18-3.58; y continuar fumando el último año de vida fue significativo para NEO y para EPOC en mujeres de 70 años y más (NEO= RM: 7.24, IC 95%=1.71-30.53; ESR= RM: 4.82, IC 95%=1.41-16.50. En el modelo de regresión para ESC, las personas con tabaquismo intenso tuvieron una posibilidad 0.83 veces mayor de fallecer por ESC, y el RA de esta variable para las ESC en la población general fue 45%. (RM=1.83; IC 95% = 1.1-2.8 pObjective. To study the mortality attributable to tobacco and alcohol consumption. Material and Methods. Deaths occurring in 1998, abstracted from the mortality statistics registry in the Coyoacan District of Mexico City, were classified by cause as: Cardiovascular Diseases, Respiratory Diseases, and Neoplasias. Relatives of the deceased were interviewed to answer a questionnaire on tobacco smoking and alcohol drinking. Results. Smoking during the last ten years of life was significantly associated with cardiovascular disease in men aged 70 years or older (OR 2.06, 95% CI 1.18-3.58. Persistent smoking in the last year of life was significantly associated with deaths from neoplasias and respiratory diseases in women aged 70 years or older (OR: 7.24, 95

  7. Mortalidad infantil y condiciones higienico-sociales en las Américas: un estudio de correlación Mortalidade infantil e condições higiênico-sociais nas Américas: uma análise de correlação Infant mortality and social conditions in America: a correlation analysis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luis Carlos Silva Ayçaguer

    1990-12-01

    Full Text Available Se evalua por conducto de un estudio exploratorio, basado en la teoría de correlaciones, la relación existente en la Región de las Américas entre la tasa de mortalidad infantil como indicador del estado de salud de la población y otros índices expresivos de áreas tales como la demográfica, social y de desarrollo de la atención médica. Los resultados obtenidos muestran que las variables más influyentes en el riesgo de morir de los menores de un año son el nivel de educación materna y la tasa de natalidad. Por otra parte parece confirmarse que el aumento de los recursos destinados a la atención, por sí mismos, no mejoran la situación de la mortalidad infantil en nuestros países una vez alcanzado cierto nivel.Avalia-se, por meio de um estudo ecológico, de tipo exploratório baseado na teoria de correlações, a relação existente na região das Américas entre a taxa de mortalidade infantil como indicador do Estado de Saúde da População e outros índices expressivos de áreas tais como a demográfica, social e desenvolvimento da assistência médica. Os resultados obtidos mostram que as variáveis mais influentes no risco de morrer dos menores de um ano são o nível de educação materna e a taxa de natalidade. Parece confirmar-se o aumento dos recursos destinados a atenção não melhoram, por si mesmos, a situação da mortalidade infantil nesses países uma vez alcançado certo nível.The relation beetwen the infant mortality rate, as a health indicator, and various demographic, social and health care development indexes is explored by means of an ecological, study based on correlation theory. Results show that the variables of greatest influence are maternal education and birth rate. It seems apparent that, once a minimal level is achieved, an increase of resources devoted to medical care, does not by itself, improve the infant mortality rate in these countries.

  8. Mortalidad intrahospitalaria en pacientes con diarrea asociada a infección por Clostridium difficile

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    A. Ramírez-Rosales

    2012-04-01

    Conclusión: Encontramos una mortalidad elevada en pacientes con DACD hospitalizados en la Unidad de Cuidados Intensivos, lo cual nos obliga a mantener una vigilancia estrecha en esta población, para realizar una detección y tratamiento oportuno.

  9. Câncer de colo do útero: mortalidade em santa catarina - Brasil, 2000 a 2009

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Angélica Arzuaga-Salazar

    2011-01-01

    Full Text Available El cáncer de cuello uterino en Brasil es la tercera neoplasia más común en mujeres y presenta alta mortalidad. El objetivo del estudio fue evaluar la mortalidad por causa del cáncer de cuello uterino en el Estado de Santa Catarina, en el periodo de 2000 a 2009. Es un estudio descriptivo, con la inclusión de todas las muertes de mujeres por causa del cáncer de cuello uterino. En los datos recogidos en el Sistema de Información sobre Mortalidad del Ministerio de Salud de Brasil, identificó 1253 muertes de mujeres relacionadas con esta neoplasia. La tasa de mortalidad calculada en el período varió 3,6 a 4,9 muertes por 100.000 mujeres, siendo mayor en las mujeres con más de sesenta años. La enfermería contribuye a construir una cultura de prevención de esta neoplasia, para realización de las pruebas de diagnóstico y para la captura y seguimiento de las mujeres en riesgo por la red atención primaria de salud.

  10. EL COSTE DE MORTALIDAD ASOCIADO AL CONSUMO DE TABACO EN ESPAÑA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mª Belén Cobacho Tornel

    2010-01-01

    cigarrillos en el caso de los hombres, y 54 euros para las mujeres (euros año 2000. Conclusiones: El coste por mortalidad prematura por paquete de cigarrillos que se obtiene sobrepasa con creces su precio de venta al público.

  11. Modelos de supervivencia adecuados para análisis actuariales de mortalidad.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Medina lópez, Ana

    2003-01-01

    Full Text Available En el seguro de vida, se destacará el interés de los denominados modelos o funciones de supervivencia como instrumentos imprescindibles en distintas fases del análisis de mortalidad. El estudio se adaptará a los mejores datos reales disponibles en las aseguradoras respecto de la población objetivo (población asegurable: datos de pólizas que evitan sesgos derivados del uso de tablas de población general. Se analizará la utilidad de los modelos de supervivencia actuarial a tres niveles. En primer lugar, se mostrará la necesidad de utilizar hipótesis de mortalidad intraintervalo para estimar las probabilidades anuales de muerte que permitan obtener un modelo tabular. En segundo lugar, los modelos se emplearán en la denominada graduación paramétrica para mejorar las estimaciones iniciales incorporando información sobre relaciones existentes en el conjunto de estimaciones y sobre creencias previas a las observaciones. En tercer lugar, nuevos modelos serán los instrumentos que proyecten el fenómeno de la mortalidad a futuro según la dinamicidad del colectivo estudiado respecto a la mortalidad. Se presentará una visión actual de las posibilidades existentes, valorando las alternativas y trabajos empíricos ya realizados, y ofreciendo nuevas posibilidades.

  12. Causas externas e mortalidade materna: proposta de classificacao

    OpenAIRE

    Alves, Mercia Maria Rodrigues; Alves, Sandra Valongueiro; Antunes, Maria Bernadete de Cerqueira; Santos, Dirce Luiza Pereira dos

    2013-01-01

    OBJETIVO: Analisar os óbitos por causas externas e causas mal definidas em mulheres em idade fértil ocorridos na gravidez e no puerpério precoce. MÉTODOS: Foram estudados 399 óbitos de mulheres em idade fértil de Recife, PE, de 2004 a 2006. A pesquisa utilizou o método Reproductive Age Mortality Survey e um conjunto de instrumentos de investigação padronizados. Foram usados como fontes de dados laudos do Instituto Médico Legal, prontuários hospitalares e da Estratégia Saúde da Família e ...

  13. Biomassa de microalgas : separação da microalga marinha nannochloropsis oculata por coagulação, floculação e flotação por ar dissolvido

    OpenAIRE

    Cauã Brum Borges

    2014-01-01

    As microalgas são microrganismos fotossintetizantes que possuem uma alta produtividade por área e não necessitam de terrenos agriculturáveis, nem água agriculturável. Neste trabalho foi avaliado um processo de coleta com uso dos processos físico-químicos de coagulação, floculação e flotação por ar dissolvido (FAD) para a microalga marinha Nannochloropsis oculata. Uma varredura com coagulantes inorgânicos (Al2(SO4)3 e FeCl3), polieletrólitos catiônicos naturais (Veta Organic®, Tanfloc SL®, Tan...

  14. Fatores de risco para mortalidade neonatal precoce Risk factors for early neonatal mortality

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Schoeps

    2007-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar os fatores de risco da mortalidade neonatal precoce. MÉTODOS: Estudo caso-controle de base populacional com 146 óbitos neonatais precoces e amostra de 313 controles obtidos entre os sobreviventes ao período neonatal, na região sul do município de São Paulo, no período de 1/8/2000 a 31/1/2001. As informações foram obtidas por meio de entrevistas domiciliares e prontuários hospitalares. Foi realizada análise hierarquizada em cinco blocos com características: 1 socioeconômicas das famílias e das mães; 2 psicossociais maternas; 3 biológicas e da história reprodutiva materna; 4 do parto; 5 do recém-nascido. RESULTADOS: Os fatores de risco para a mortalidade neonatal precoce foram: Bloco 1: baixa escolaridade do chefe da família (OR=1,6; IC 95%: 1,1;2,6; domicílio em favela (OR=2,0; IC 95%: 1,2;3,5, com até um cômodo (OR=2,2; IC 95%: 1,1;4,2; Bloco 2: mães com união recente (OR=2,0; IC 95%: 1,0;4,2 e sem companheiro (OR=1,8; IC 95%: 1,1;3,0, presença de maus tratos (OR=2,7;1,1-6,5; Bloco 3: presença de intercorrência na gravidez (OR=8,2; IC 95%: 5,0;13,5, nascimento prévio de baixo peso (OR=2,4; IC 95%: 1,2;4,5; pré-natal ausente (OR=16,1; IC 95%: 4,7;55,4 ou inadequado (OR=2,1; IC 95%: 2,0;3,5; Bloco 4: presença de problemas no parto (OR=2,9; IC 95%: 1,4;5,1, mães que foram ao hospital de ambulância (OR=3,8; IC 95%: 1,4;10,7; Bloco 5: baixo peso ao nascer (OR=17,3; IC 95%: 8,4;35,6, nascimento de pré-termo (OR=8,8; IC 95%: 4,3;17,8. CONCLUSÕES: Além dos fatores proximais (baixo peso ao nascer, gestações de pré-termo, problemas no parto e intercorrências durante a gestação, identificou-se a participação de variáveis que refletem exclusão social e de fatores psicossociais. Esse contexto pode afetar o desenvolvimento da gestação e dificultar o acesso das mulheres aos serviços de saúde. A assistência pré-natal adequada poderia minimizar parte do efeito dessas variáveis.OBJECTIVE: To

  15. O impacto dos efeitos da ocupação sobre a saúde de trabalhadores: II - Mortalidade The impact of occupation on worker's health: II - Mortality

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    René Mendes

    1988-10-01

    Full Text Available Foi realizada revisão bibliográfica analítica com o objetivo de quantificar o impacto dos efeitos da ocupação sobre a mortalidade de trabalhadores em suas implicações sobre o setor saúde. As repercussões sobre a mortalidade de trabalhadores são medidas através das mortes diretamente relacionadas com o trabalho (acidentes do trabalho fatais e intoxicações fatais e das indiretamente relacionadas. Partindo das grandes causas de morte entre adultos - doenças cardiovasculares, câncer e mortes violentas - e explorando as informações obtidas em estudos epidemiológicos realizados em outros países, estimou-se a força da contribuição da ocupação sobre a mortalidade. O peso e a complexidade das repercussões sobre o setor saúde pressupõem um desempenho mais ativo na definição de políticas e responsabilidades, e na organização de ações destinadas a identificar, reduzir ou eliminar a participação dos riscos ocupacionais nas grandes causas de doença e morte.An attempt to estimate the impact of occupation on worker's health was made as part of the rationale for the progressive integration of Occupational Health into the Health Sector. In this second study, based on a critical review of the literature, the repercussions on mortality are discussed on this basis analysis of the Brazilian data on deaths directly related to occupation (fatal occupational accidents and acute poisonings, as well as on those indirectly so related. The analysis of the major causes of adult deaths - cardiovascular diseases, cancer and violent deaths - compared with the proportion of "work-relatedness" according to several epidemiologic studies carried out in developed countries, make possible an estimation of the influence of the contribution of occupation on mortality. The size of this contribution is the main argument for an active involvement of the health sector in Occupational Health issues, because of the heavy toll in terms of adult morbidity

  16. A consultoria em gestão realizada pelo contabilista como alternativa de redução da mortalidade das MPE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juarez Domingues Carneiro

    2005-03-01

    Full Text Available Este artigo tem por finalidade demonstrar que é possível reduzir a alta taxa de mortalidade das Micro e Pequenas Empresas no Brasil, na ordem de quase 50% nos dois primeiros anos, por meio da consultoria especializada em gestão, realizada por profissionais da contabilidade. O estudo tem como um de seus pilares, o estabelecimento de uma relação entre a Teoria Geral dos Sistemas e o Sistema de Gestão das Micro e Pequenas Empresas (MPE, tendo como seu subsistema principal a Consultoria em Gestão pelo Contabilista. O artigo ao mesmo tempo em que evidencia a presença constante do profissional da contabilidade nas MPE, desde o seu surgimento, também identifica uma série de causas que levam a essa mortalidade, principalmente na área de gestão, trazendo uma proposta de alternativa de redução de tal problemática, por intermédio, especialmente, da formação continuada do profissional da área contábil. This artide aims to show that it is possible to reduce the high mortality rate ofMicro and 5mall Enterprises (M5Es in Brazil, reaching almost 50% in the twofirst years, by means of consultancy, specialized in Gestion, given byaccounting professionals. One of the main fundaments of this study is theestablishment of a relationship between 5ystems General Theory and Gestion5ystem of Micro and 5mall Enterprises having as its most relevant subsystems,the Gestion Consultancy by the Accountant. Besides highlighting the frequentpresence of the Accounting Professional in the M5Es since those were firstcreated, this artide also identities series of causes that lead to theirmortality, mainly in the Gestion Area, bringing an alternative proposal ofreducing such a problem, especially through the continued education of theaccounting area professional.

  17. Validation of a short-term shoreline evolution model and coastal risk management implications. The case of the NW Portuguese coast (Ovar-Marinha Grande)

    Science.gov (United States)

    Cenci, Luca; Giuseppina Persichillo, Maria; Disperati, Leonardo; Oliveira, Eduardo R.; de Fátima Lopes Alves, Maria; Boni, Giorgio; Pulvirenti, Luca; Phillips, Mike

    2015-04-01

    Coastal zones are fragile and dynamic environments where environmental, economic and social aspects are interconnected. While these areas are often highly urbanised, they are especially vulnerable to natural hazards (e.g. storms, floods, erosion, storm surges). Hence, high risk affects people and goods in several coastal zones throughout the world. The recent storms that hit the European coasts (Hercules, Christian and Stephanie, among others) showed the high vulnerability of these territories. Integrated Coastal Management (ICM) deals with the sustainable development of coastal zones by taking into account the different aspects that affect them, including risks adaptation and mitigation. Accurate mapping of shoreline position through time and models to predict shoreline evolution play a fundamental role for coastal zone risk management. In this context, spaceborne remote sensing is fundamental because it provides synoptic and multitemporal information that allow the extraction of shorelines' proxies. These are stable coastal features (e.g. the vegetation lines, the foredune toe, etc.) that can be mapped instead of the proper shoreline, which is an extremely dynamic boundary. The use of different proxies may provide different evolutionary patterns for the same study area; therefore it is important to assess which is the most suitable, given the environmental characteristics of a specific area. In Portugal, the coastal stretch between Ovar and Marinha Grande is one of the greatest national challenges in terms of integrated management of resources and risks. This area is characterised by intense erosive processes that largely exceed the shoreline's retreat predictions made in the first Coastal Zone Management Plan, developed in 2000. The aim of this work was to assess the accuracy of a new model of shoreline evolution implemented in 2013 in order to check its robustness for short-term predictions. The method exploited the potentialities of the Landsat archive

  18. Ingresso e mortalidade em uma floresta em diferentes estágios sucessionais no município de Castanhal, Pará Recruitment and mortality in a forest in different successional stages in Castanhal, Pará

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberta de Fátima Rodrigues Coelho

    2003-12-01

    Full Text Available O presente trabalho descreve o ingresso e a mortalidade em uma floresta em diferentes estágios sucessionais, no município de Castanhal, Pará. A área de estudo está localizada na Estação Experimental da Universidade Federal Rural da Amazônia. As parcelas foram implantadas em áreas de florestas sucessionais de diferentes idades (4, 8 e 12 anos. Nas florestas sucessionais de 4 e 8 anos foram utilizadas quatro parcelas de 10m x 10m e na floresta de 12 anos foram, 12 parcelas de 10m x 10m. Realizaram duas medições de todos os indivíduos com DAP>1cm, em intervalos de 12 meses, nas florestas sucessionais de 4 e 8 anos; e intervalo de 18 meses na floresta de 12 anos. Foram calculadas as taxas de ingresso e de mortalidade. Na floresta de 4 anos o ingresso foi maior que a mortalidade. Nas florestas sucessionais de 8 e 12 anos as densidades diminuíram, perdendo mais indivíduos por mortalidade do que ganhando por ingresso. Lacistema pubescens, Myrcia silvatica, Vismia guianensis, Rollinia exsucca e Miconia ciliata apresentaram muitos indivíduos mortos nas florestas estudadas.The present work describe recruitment and mortality in a forest in different successional stages in Castanhal, Pará. The study area is located at the Experimental Research Station of the Universidade Federal Rural da Amazônia. Twelve 10m x 10m study plots were established in a 12-year-old secondary forest, and four 10m x 10m study plots were demarcated in a 4-year-old and an 8-year-old secondary forest. We measured diameter and height of all individuals with DBH>1cm at a 12-month interval in the 4 and 8-year-old stands, and an 18-month interval in the 12-year-old stand. Using this inventory data we calculated recruitment and mortality rates. In the 4-year-old forest, recruitment was greater than mortality, while in the 8 and 12-year-old forests experienced net mortality, as density declined over the measurement interval. Lacistema pubescens, Myrcia sylvatica, Vismia

  19. Mortalidade de Coccus viridis (Hemiptera: Coccidae por Lecanicillium spp. em diferentes órgãos de Coffea arabica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flávio Lemes Fernandes

    2009-04-01

    Full Text Available Objetivou-se neste trabalho avaliar a mortalidade de Coccus viridis por Lecanicillium spp. em folhas e ramos de Coffea arabica. O trabalho foi realizado na casa de vegetação na Universidade Federal de Viçosa, entre fevereiro de 2005 a junho de 2006. Foram utilizadas sementes da variedade Catuaí vermelho de café (C. arabica. A solução nutritiva utilizada foi composta por 3,0 mmol/L de N, 9,0 mmol/L de K, 1,0 mmol/L de P, 4,0 mmol/L de Ca, 2,1 mmol/L de S, 46 µmol/L de B, 0,3 µmol/L de Cu, 60,0 µmol/L de Fe, 2,0 µmol/L de Mg, 0,5 µmol/L de Mo e 36,0 µmol/L de Mn. As cochonilhas e o fungo foram coletados de folhas de café em lavouras comerciais de Viçosa, MG e foram mantidos em gaiolas em Casa de Vegetação. As plantas foram infestadas com oito meses de idade. A infestação foi realizada por contato de C. viridis infectadas com o fungo sobre as cochonilhas sadias. As densidades de C. viridis viva e morta nas folhas e nos ramos foram avaliadas aos 0, 15, 30, 35, 45, 60 e 75 dias após a infestação. Usou-se análise de variância, teste de média de Skott-Knott e análise de regressão linear simples a p<0,05. O fungo Lecanicillium spp. causou mortalidade em todos os estádios de C. viridis. De forma geral, a maior mortalidade ocorreu no terceiro ínstar. Além disso, o fungo causou maior mortalidade nesse inseto praga na face abaxial da folha de café. Mortality of Coccus viridis (Hemiptera: Coccidae by Lecanicillium spp. in differents Coffea arabica organs in greenhouseAbstract. The objective of this work was to evaluate the mortality of Coccus viridis by Lecanicillium spp. on faces of the leaves, and branches of Coffea arabica. This work was conducted in greenhouse at UFV. The experiment was carried out from February 2005 to June 2006. Seeds of the lineage IAC 15 from the variety “Catuaí Vermelho” coffee (C. arabica were used. The nutritive solution utilized was composed for 3. 0 mmol/L of N, 9. 0 mmol/L of K, 1. 0 mmol

  20. Infecção pelo HIV: descritores de mortalidade em pacientes hospitalizados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Claudio Santos Thuler

    1998-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estudar os descritores clínico-epidemiológicos da mortalidade em pacientes internados por condições clínicas associadas à infecção pelo HIV. MÉTODO: Estudo retrospectivo de todos os pacientes adultos hospitalizados em 1990, 1992 e 1994 em hospital universitário. Os resultados foram descritos como números absolutos, percentagens e médias, sendo a significância estatística entre as diferenças avaliada pelos testes do qui-quadrado, exato de Fisher ou t de Student, conforme o caso. Um modelo de regressão logística foi elaborado visando a identificar os principais fatores associados ao risco de evolução para o óbito. RESULTADOS: Foram incluídos no estudo 240 pacientes. Entre 1990 e 1994 a idade média dos pacientes aumentou de 35,0 para 36,9 anos, a razão entre os sexos masculino e feminino caiu de 9,8 para 2,0, a proporção de não brancos cresceu de 18,5 para 41,3 e registrou-se um aumento do tempo médio entre a descoberta da infecção pelo HIV e a hospitalização de 0,7 para 2,5 anos. Observou-se a redução do número médio de dias de hospitalização de 31,3 para 25,3 e aumento da proporção de pacientes em acompanhamento ambulatorial de 47,8 para 83,3%. As infecções respiratórias representaram a principal causa de hospitalização (58% e as infecções oportunistas apresentadas com maior freqüência foram: candidíase oral (27,1%, tuberculose (18,3%, pneumonia por Pneumocystis carinii (15,4% e neurotoxoplasmose (10,4%. Na análise multivariada, apenas o tempo de hospitalização menor ou igual a 7 dias (Odds Ratio [OR]=3,88; p=0,02 e a ausência de acompanhamento ambulatorial (OR=3,29; p=0,01 mostraram-se associados a um maior risco de evolução para óbito. CONCLUSÃO: O conhecimento dos fatores associados a um risco aumentado de morte pode ser útil na tomada de decisão frente a pacientes hospitalizados com infecção pelo HIV.

  1. Tablas de mortalidad, jubilación e invalidez, Costa Rica 2000-2005

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosero Bixby, Luis

    2008-07-01

    Full Text Available Se estimaron las tablas de vida de Costa Rica del período 2000-2005, detalladas por edades simples y hasta los 115 años de edad. Además, se comparó el patrón de mortalidad general con la de los derecho habientes a pensión dentro de los regímenes contributivos. También, se proyectó una tabla de vida para 2025-2030 y un modelo para estimar las probabilidades de muerte por edades simples, sexo y año calendario dentro del período 2006-2050. La comparación tabla de vida 2000-05 con la de cinco años atrás muestra el progreso en la esperanza de vida. Al nacer, la esperanza de vida fue de 78,2 años para ambos sexos (75,9 para los hombres y 80,6 las mujeres. Costa Rica continúa ocupando el segundo lugar de América como el país de mayor esperanza de vida al nacer, solo superado por Canadá. La esperanza de vida a los 65 años (edad aproximada de jubilación, aumentó medio año para los varones y casi un año para las mujeres; pasando de 16,9 a 17,5 años en hombres y de 19,1 a 19,9 en mujeres. La comparación de los patrones de mortalidad de la población general con las poblaciones con derecho a pensión, mostró que la mortalidad de los derecho habientes no difiere significativamente de la mortalidad de la población total, en cambio para los jubilados e inválidos si se observaron diferencias. La tabla de mortalidad proyectada estima las condiciones probables de mortalidad que vivirán quienes se pensionen en 2007-2011. La proyección supuso un progreso cada vez más lento en la esperanza de vida. Estas tablas de vida se prepararon para la Superintendencia de Pensiones, de manera que sirvan como referencia en cálculos actuariales de seguros de vida y pensiones vitalicias.

  2. Tablas de mortalidad, jubilación e invalidez, Costa Rica 2000-2005

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luis Rosero Bixby

    2008-01-01

    Full Text Available Se estimaron las tablas de vida de Costa Rica del período 2000-2005, detalladas por edades simples y hasta los 115 años de edad. Además, se comparó el patrón de mortalidad general con la de los derecho habientes a pensión dentro de los regímenes contributivos. También, se proyectó una tabla de vida para 2025-2030 y un modelo para estimar las probabilidades de muerte por edades simples, sexo y año calendario dentro del período 2006-2050. La comparación tabla de vida 2000-05 con la de cinco años atrás muestra el progreso en la esperanza de vida. Al nacer, la esperanza de vida fue de 78,2 años para ambos sexos (75,9 para los hombres y 80,6 las mujeres. Costa Rica continúa ocupando el segundo lugar de América como el país de mayor esperanza de vida al nacer, solo superado por Canadá. La esperanza de vida a los 65 años (edad aproximada de jubilación, aumentó medio año para los varones y casi un año para las mujeres; pasando de 16,9 a 17,5 años en hombres y de 19,1 a 19,9 en mujeres. La comparación de los patrones de mortalidad de la población general con las poblaciones con derecho a pensión, mostró que la mortalidad de los derecho habientes no difiere significativamente de la mortalidad de la población total, en cambio para los jubilados e inválidos si se observaron diferencias. La tabla de mortalidad proyectada estima las condiciones probables de mortalidad que vivirán quienes se pensionen en 2007-2011. La proyección supuso un progreso cada vez más lento en la esperanza de vida. Estas tablas de vida se prepararon para la Superintendencia de Pensiones, de manera que sirvan como referencia en cálculos actuariales de seguros de vida y pensiones vitalicias.

  3. Estimativa dos coeficientes específicos de mortalidade infantil segundo peso ao nascer no município de São Paulo (Brasil An estimate of the specific infant mortality rates by birth-weight in the city of S. Paulo (Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Augusto Monteiro

    1981-12-01

    Full Text Available Foi estimada a distribuição do peso ao nascer da coorte dos recém-nascidos que deu origem aos óbitos infantis estudados pela Investigação Interamericana de Mortalidade na Infância no projeto de São Paulo (1968-70 e determinados os riscos de óbito associados a cada intervalo de peso de nascimento. Assim, foram apurados coeficientes de mortalidade infantil de 305,5, 50,2 e 34,4 para recém-nascidos de baixo peso, peso deficiente e peso superior a 3.000 g. A comparação destes coeficientes com os registrados na área americana incluída na investigação citada (Califórnia, revelou excesso de mortalidade, particularmente notável não para os recém-nascidos de baixo peso, mas para os recém-nascidos de peso superior a 3.000 g. O ajuste da mortalidade de São Paulo (Brasil à distribuição do peso ao nascer observada na Califórnia foi capaz de explicar 15% do excesso da mortalidade infantil e 21% do excesso da mortalidade neonatal de São Paulo.By means of the birth-rate distribution found to exist during the Inter-American Investigation of Mortality in Childhood in S. Paulo (1968-70 the infant death rate association with each birth-weight interval was estimated. The infant mortality rates were 305.5, 50.2 and 34.4 respectively for low birth-weight, deficient weight and weight above 3,000 grams. Compared with the rates found in California, USA, by the same Investigation, the infant mortality rates in S. Paulo are higher, particularly for mortality associated with birth-weight of above 3,000 grams. The adjustment of infant mortality rates in S. Paulo according to the birth-weight distribution found in California led to the conclusion that, at that period, only 15% of the excess of the infant mortality of S. Paulo could be attributed exclusively to birth-weight. In the case of neonatal mortality, 21% of the mortality excess in S. Paulo could be attributed to birth-weight.

  4. Distribuição espacial da mortalidade por doenças cardiovasculares no Estado do Paraná, Brasil: 1989-1991 e 2006-2008 Spatial evolution of cardiovascular mortality in Paraná State, Brazil: 1989-1991 and 2006-2008

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Erildo Vicente Muller

    2012-06-01

    Full Text Available Descrever a distribuição espacial da mortalidade por doença cardiovascular na população do Paraná, Brasil (1989-1991 e 2006-2008 e sua correlação com variáveis socioeconômicas. Trata-se de estudo ecológico, com dados de mortalidade e populacionais obtidos, respectivamente, do Departamento de Informática do SUS e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. As taxas de mortalidade foram ajustadas pela estimativa bayesiana empírica local. Utilizou-se o índice de Moran I e o coeficiente de Spearman na análise de correlação. Não foram observadas correlações significantes ou dependência espacial entre a mortalidade e as variáveis socioeconômicas. A magnitude da mortalidade foi maior no sexo masculino em ambos os triênios. A força de mortalidade por doenças cardiovasculares diminuiu entre 1989-1991 e 2006-2008, sendo maior no sexo feminino. A construção de mapas temáticos permitiu a visualização das macrorregionais com maior risco de ocorrência do agravo. A redução de mortalidade pode ser, em parte, explicada pelo maior acesso a serviços e pela melhoria das condições de vida e renda.This ecological study aimed to describe the spatial distribution of cardiovascular mortality in Paraná State, Brazil (1989-1991 and 2006-2008 and its correlation with socioeconomic variables, using mortality data from the DATASUS database and population data from IBGE. Mortality rates were adjusted by the local empirical Bayesian method. Correlation analysis used the Moran I index and Spearman coefficient. There were no significant correlations or spatial dependence between mortality and socioeconomic variables. Mortality was higher in males in both periods. Cardiovascular mortality declined from 1989-1991 to 2006-2008 and was higher in females. Construction of thematic maps allowed visualization of the regions with highest cardiovascular risk. The decrease in mortality can be partially explained by expanded access to health

  5. Determinantes contextuais da mortalidade neonatal no Rio Grande do Sul por dois modelos de análise Determinantes contextuales de la mortalidad neonatal por dos modelos de análisis Contextual determinants of neonatal mortality using two analysis methods, Rio Grande do Sul, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roselaine Ruviaro Zanini

    2011-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar os determinantes da mortalidade neonatal, segundo modelo de regressão logística multinível e modelo hierárquico clássico. MÉTODOS: Estudo de coorte com 138.407 nascidos vivos com declaração de nascimento e 1.134 óbitos neonatais registrados em 2003 no estado do Rio Grande do Sul. Foram vinculados os registros do Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos e Mortalidade para o levantamento das informações sobre exposição no nível individual. As variáveis independentes incluíram características da criança ao nascer, da gestação, da assistência à saúde e fatores sociodemográficos. Fatores associados foram estimados e comparados por meio da análise de regressão logística clássica e multinível. RESULTADOS: O coeficiente de mortalidade neonatal foi 8,19 por mil nascidos vivos. As variáveis que se mostraram associadas ao óbito neonatal no modelo hierárquico foram: baixo peso ao nascer, Apgar no 1º e 5º minutos inferiores a oito, presença de anomalia congênita, prematuridade e perda fetal anterior. Cesariana apresentou efeito protetor. No modelo multinível, a perda fetal anterior não se manteve significativa, mas a inclusão da variável contextual (taxa de pobreza indicou que 15% da variação da mortalidade neonatal podem ser explicados pela variabilidade nas taxas de pobreza em cada microrregião. CONCLUSÕES: O uso de modelos multiníveis foi capaz de mostrar pequeno efeito dos determinantes contextuais na mortalidade neonatal. Foi observada associação positiva com a taxa de pobreza, no modelo geral, e com o percentual de domicílios com abastecimento de água entre os nascidos pré-termos.OBJETIVO: Analizar los determinantes de la mortalidad neonatal, según modelo de regresión logística multinivel y modelo jerárquico clásico. MÉTODOS: Estudio de cohorte con 138.407 nacidos vivos con declaración de nacimiento y 1.134 óbitos neonatales registrados en 2003 en Rio Grande do Sul, Sur

  6. Cancer incidence, hospital morbidity, and mortality in young adults in Brazil Incidencia, morbilidad hospitalaria y mortalidad por cáncer en adultos jóvenes en Brasil Incidência, morbidade hospitalar e mortalidade por câncer em adultos jovens no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosalina Jorge Koifman

    2013-05-01

    ón epidemiológico de cáncer en adultos jóvenes en Brasil con características regionales de distribución.No mundo, ainda são relativamente poucos os estudos sobre a incidência e mortalidade por câncer em adultos jovens. O objetivo foi explorar a distribuição de câncer em adultos jovens no Brasil. Foi realizado um estudo descritivo da incidência (capitais selecionadas, da morbidade hospitalar e da mortalidade (Brasil e capitais selecionadas por câncer aos 20-24 anos, no período de 2000-2002, e da evolução das taxas de mortalidade por câncer no Brasil no período de 1980-2008, na mesma população. O câncer de testículo foi a principal localização anatômica em homens; e as neoplasias da glândula tireoide, do colo de útero e a doença de Hodgkin nas mulheres. O câncer de encéfalo foi a principal causa de óbito por câncer em ambos os sexos, e a tendência temporal da mortalidade mostra um aumento da mortalidade por câncer de encéfalo em homens e pela leucemia linfoide em ambos os sexos. Em conjunto, os resultados apresentados retratam um padrão epidemiológico de câncer em adultos jovens no Brasil com características regionais de distribuição.

  7. Surgical treatment for infective endocarditis and hospital mortality in a Brazilian single-center Tratamento cirúrgico para endocardite infecciosa e mortalidade hospitalar em centro único brasileiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maurício Nassau Machado

    2013-03-01

    Full Text Available OBJECTIVE: We evaluated patients underwent cardiac valve surgery in the presence of infective endocarditis in an attempt to identify independent predictors of 30-day mortality. METHODS: We evaluated 837 consecutive patients underwent cardiac valve surgery from January 2003 to May 2010 in a tertiary hospital in São José do Rio Preto, São Paulo (SP, Brazil. The study group comprised patients who underwent intervention in the presence of infective endocarditis and was compared to the control group (without infective endocarditis, evaluating perioperative clinical outcomes and 30-day all cause mortality. RESULTS: In our series, 64 patients (8% underwent cardiac valve surgery in the presence of infective endocarditis, and 37.5% of them had surgical intervention in multiple valves. The study group had prolonged ICU length of stay (16%, greater need for dialysis (9% and higher 30-day mortality (17% compared to the control group (7%, P=0.020; 2%, P=0.002 and 9%, P=0.038; respectively. In a Cox regression analysis, age (P = 0.007, acute kidney injury (P = 0.004, dialysis (P = 0.026, redo surgery (P = 0.026, re-exploration for bleeding (P = 0.013, tracheal reintubation (P OBJETIVO: Avaliamos pacientes submetidos à cirurgia valvar em vigência de endocardite infecciosa na tentativa de identificar preditores independentes de mortalidade intrahospitalar em 30 dias. MÉTODOS: Foram avaliados 837 pacientes consecutivamente submetidos à cirurgia valvar, no período de janeiro de 2003 a maio de 2010, em um hospital terciário de São José do Rio Preto, SP, Brasil. O Grupo de Estudo compreendeu indivíduos submetidos à intervenção em vigência de endocardite infecciosa e foi comparado ao Grupo Controle, considerando complicações clínicas perioperatórias e óbito por todas as causas em 30 dias. RESULTADOS: Em nossa casuística, 64 (8% pacientes foram submetidos à cirurgia valvar em vigência de endocardite infecciosa, sendo 37,5% deles com indica

  8. Mortalidad por cáncer en los mineros del mercurio Cancer mortality in mercury miners

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Montserrat García Gómez

    2007-06-01

    Full Text Available Objetivos: Analizar la mortalidad por cáncer en una cohorte de mineros del mercurio. Métodos: Estudiamos la mortalidad por cáncer de 3.998 mineros expuestos a mercurio de Minas de Almadén y Arrayanes, S.A. El período de seguimiento comprendió desde 1895 hasta 1994. Se determinó el estado vital y la causa básica de defunción. Se calcularon las razones de mortalidad estandarizadas (RME según la edad, el sexo y el período de calendario. Las muertes esperadas se obtuvieron de las tasas específicas españolas. Resultados: Se determinó el estado vital del 92% de los trabajadores: 1.786 estaban vivos en 1994 (49%, 1.535 habían muerto (42% y de 327 no pudo conocerse el estado vital (8%. La mortalidad por cáncer fue significativamente menor de la esperada (RME de 0,72; intervalo de confianza del 95%, 0,63-0,82, y se encontró el déficit principalmente en los cánceres de colon y vejiga. Se encontró un pequeño exceso en la mortalidad por cáncer de hígado, para el que se registraron 20 muertes, mientras se esperaban 17. La mortalidad por cáncer de pulmón y del sistema nervioso central fue prácticamente igual a la esperada; la mortalidad por cáncer de riñón fue menor de la esperada. Se observó una tendencia positiva en la mortalidad por todos los tipos de cáncer con la duración de la exposición. Conclusiones: Esta investigación aporta evidencias adicionales de la ausencia de un aumento sustancial del riesgo de cáncer en los trabajadores expuestos al mercurio inorgánico.Objectives: To analyze cancer mortality in a cohort of mercury miners. Methods: Cancer mortality in 3,998 workers exposed to mercury in Minas de Almadén y Arrayanes S.A. was studied. The follow-up period was from 1895 to 1994. Vital status and the basic cause of death, in the case of fatalities, were determined. Standardized mortality ratios (SMR by age, sex and calendar period were calculated. Expected deaths were obtained from age, sex and calendar period

  9. Mortalidad infantil en Uruguay: un análisis de supervivencia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jewell R. Todd

    2010-12-01

    Full Text Available A partir de todos los nacimientos ocurridos en el Uruguay entre 2002 y 2003 y las defunciones ocurridas en el primer año de vida, se estima la tasa de mortalidad infantil a través de modelos probit y hazard. Debido a que las muertes se concentran en los primeros días y semanas de vida, el modelo hazard es preferible al probit, encontrándose que la estimación probit sobreestima los efectos de las covariables. Los resultados muestran que las variables más importantes son la edad y la educación de la madre, los cuidados prenatales y los denominados predictores de la mortalidad (bajo peso al nacer, semanas de gestación y APGAR.

  10. Tendencias de mortalidad por cánceres atribuibles al tabaco en México

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tovar-Guzmán Víctor José

    2002-01-01

    Full Text Available Objetivo. Describir la tendencia de la mortalidad por cáncer atribuible al consumo de tabaco, particularmente neoplasias del pulmón, en México, durante el periodo 1980-1997. Material y métodos. Se hizo un análisis de tendencias de mortalidad para cada tipo de cáncer asociado con el tabaco, según la Clasificación Internacional de Enfermedades. Las tasas cruda y ajustada de mortalidad fueron estimadas en términos de edad, género, causa básica de la muerte y año, entre 1980 y 1997. Se estimó la razón de género y proporción relativa para los casos que estaban en el grupo de edad entre 35 y 64 años y para toda la población estudiada. Como denominador se utilizaron las proyecciones por edad calculadas por el Consejo Nacional de Población (1970-2010. Resultados. La razón de género para las tasas de mortalidad por cáncer de laringe, esófago, cavidad oral y faringe fue de 2.10:1.00 (hombre: mujer. La razón de género para el cáncer de laringe es enorme: 4.21: 1.00, probablemente debida a la mayor prevalencia de hombres fumadores de tabaco. La proporción relativa estimada, usando la mortalidad total debida a tumores malignos, entre 1980 y 1997 fue la siguiente: cáncer de pulmón 12.31%, laringe 1.71%, esófago 1.55% y cavidad oral/faringe 1.49%. El antecedente de tabaquismo tiene correlación con la tendencia de la tasa de mortalidad por cáncer del pulmón (Beta: 0.910, IC 95%: 1.097-1.797; R² 0.827. Para los grupos sociales mas pobres, por entidad federativa, la correlación está invertida (Beta: -0.510, IC 95%: -0.170, -0.039, R²: 0.260. Conclusiones. En México, la mejoría en el diagnóstico, la transición demográfica y el incremento del consumo de tabaco son, probablemente, los principales factores a los que se atribuye la tasa de mortalidad por cáncer. No obstante, otras variables asociadas con el estilo de vida, como urbanización, actividad física, ingesta de carotenoides y otros componentes dietéticos y t

  11. Endocardite infecciosa em adolescentes. Análise dos fatores de risco de mortalidade intra-hospitalar Infective endocarditis in adolescents. analysis of risk factors for in-hospital mortality

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nádia Barreto Tenório Aoun

    1997-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estudar os aspectos epidemiológicos, clínicos, terapêuticos e evolutivos da endocardite infecciosa (EI em grupo de pacientes com idade entre 12 e 20 (média de 15,5 anos. MÉTODOS: Foram estudados, retrospectivamente, 33 pacientes consecutivos (14 do sexo masculino e 19 do feminino, admitidos com diagnóstico de EI. RESULTADOS: A mortalidade da EI foi de 42%. A cardiopatia reumática predominou como condição predisponente (63% dos casos, seguida das cardiopatias congênitas (24% e próteses cardíacas (12%. A maioria dos pacientes (78% encontrava-se na admissão em CF III e IV e apresentava mortalidade significativamente maior do que os que se encontravam na CF I e II (p=0,01. Complicações embólicas foram detectadas em 51% e determinaram maior mortalidade (p=0,05. O agente etiológico mais isolado foi o Staphylococcus aureus (em 42% das hemoculturas positivas, seguido do Staphylococcus viridans (em 21%. A análise multivariada mostrou que a contagem global de leucócitos acima de 10.000/mm ³, e a CF referidos na admissão (p=0,01 e p=0,04, e a ocorrência de embolias (p=0,03 eram preditores independentes de mortalidade intra-hospitalar. CONCLUSÃO: A cardiopatia reumática permanece, semelhante à população adulta, como principal fator predisponente da EI nos adolescentes, tendo como principal agente etiológico o S.aureus, semelhante à população pediátrica. A mortalidade é elevada e representam preditores de mortalidade intra-hospitalar a CF na admissão, a ocorrência da fenômenos embólicos e a leucocitose.PURPOSE: To study the epidemiological, clinical, therapeutic and evolutive aspects of endocarditis in a group of patients aging 12 to 20 years-old ( mean 15.5. METHODS: Thirty-three consecutive patients (14 males, 19 females admitted with infective endocarditis were retrospectively studied. RESULTS: Infective endocarditismortality was 42%. Rheumatic heart disease was the predominant underlying condition in 63% of

  12. Mortalidade infantil em duas coortes de base populacional no Sul do Brasil: tendências e diferenciais Infant mortality in two population-based cohorts in southern Brazil: trends and differentials

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana M. B. Menezes

    1996-01-01

    Full Text Available Estudou-se a tendência temporal da mortalidade infantil através de dois estudos de coorte realizados em Pelotas, Rio Grande do Sul, em 1982 e 1993. Ambas coortes incluíram todos os nascimentos hospitalares e óbitos verificados através de visitas regulares aos hospitais, cartórios e cemitérios. As informações sobre a causa de morte foram obtidas através de entrevistas com pediatras, revisão do prontuário, necrópsias e entrevista com os pais das crianças. O coeficiente de mortalidade infantil caiu de 36,4 por mil nascidos vivos para 21,1 na década. As principais causas de mortalidade infantil em 1993 foram as perinatais, malformações congênitas, diarréia e infecções respiratórias. Crianças com baixo peso ao nascer apresentaram mortalidade 12 vezes maior do que crianças com peso adequado, e crianças pré-termo, duas vezes mais do que crianças com retardo de crescimento intra-uterino. Crianças de famílias com renda baixa (um salário mínimo apresentaram mortalidade sete vezes superior àquelas com renda alta (10 salários mínimos. A mortalidade de crianças de baixo peso ao nascer e alta renda familiar decresceu em 67%, contra apenas 36% para as de baixa renda. Conclui-se que, mesmo com uma queda expressiva da mortalidade infantil na década, persistem importantes desigualdades sociais.Time trends in infant mortality were assessed through two cohort studies carried out in Pelotas, Southern Brazil, in 1982 and 1993. Both cohorts included all hospital deliveries, and deaths were monitored through regular visits to hospitals, cemeteries, and notary publics. Information on cause of death was obtained from pediatricians, case notes, autopsies, and home visits to parents. The infant mortality rate fell from 36.4 in 1982 to 21.1 per thousand live births in 1993. The main causes of death in 1993 were perinatal, congenital malformations, diarrhea, and respiratory infections. Low birthweight babies were twelve times more likely

  13. Evolução da mortalidade por câncer cérvico-uterino em Salvador - BA, 1979-1997 Evolution of the mortality for cervico-uterine cancer in Salvador - BA, 1979-1997

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Susanne Andrade Derossi

    2000-12-01

    Full Text Available O câncer cérvico-uterino, quando diagnosticado e tratado precocemente, constitui-se em uma causa de morte perfeitamente evitável. Entretanto, no Brasil, a mortalidade por esta causa ainda é elevada, persistindo como problema de saúde pública. O objetivo deste trabalho é descrever a evolução da mortalidade e estimar os anos potenciais e produtivos de vida perdidos por esta neoplasia, em Salvador-Bahia, entre 1979 e 1997. Trata-se de um estudo de agregados de série temporal, no qual foram considerados todos os óbitos de mulheres com idade igual ou superior a 20 anos, que tiveram como causa básica de morte o câncer de colo uterino e de porção não especificada do útero. Utilizou-se como fontes de dados o CD ROM: DATA SUS/ MS, o IBGE e a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia/SESAB. Os indicadores empregados foram as taxas de mortalidade específicas por idade, brutas e padronizadas por idade. Houve um decréscimo de 50,6% na taxa padronizada de mortalidade por este tipo de câncer, no período analisado, cujos valores variaram de 17,6/100.000 mulheres em 1979 a 8,7 em 1997. Observou-se ainda que o risco de morte por esta causa cresce à medida que aumenta a idade e que a sua magnitude torna-se mais expressiva a partir de 40 anos. A variação da média de anos potenciais de vida perdidos por mulher foi de 15,5 no ano de 1986 a 20,4 em 1980. Os autores concluem que a mortalidade por câncer cérvico-uterino neste município ainda é alta e discutem os possíveis fatores determinantes da evolução desta mortalidade. Destacam a necessidade de ações efetivas na prevenção da morbi-mortalidade por esta causa.When early diagnosed and treated, cervical cancer is a perfectly avoidable cause of death. In Brazil, however, mortality from cervical cancer is still high and remains a public health problem. This study is aimed at both describing the evolution of such mortality and estimating the potential and productive years of life lost due

  14. Mortalidad en un área indígena de Veracruz. Enfermedades transmisibles y no transmisibles

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elda MONTERO-MENDOZA

    2011-01-01

    municipios con el objetivo de obtener información sociodemográfi ca e indicadores económicos y de salud. A partir de los resultados se discuten dos aspectos: las principales causas de mortalidad en los hombres y en las mujeres de los cuatro municipios, y la importancia del certifi cado de defunción como fuente primaria de las estadísticas de mortalidad.

  15. Variaciones regionales de la mortalidad por homicidios en Jalisco, México

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vega-López María Guadalupe

    2003-01-01

    Full Text Available El presente estudio busca describir las variaciones regionales de la mortalidad por homicidios en el estado de Jalisco, México, en 1989-1991, 1994-1996 y 1999-2000, analizando a su vez el comportamiento de la tasa de homicidios según género y estratos de bienestar socioeconómico. A partir de la información sobre mortalidad generada por el Instituto Nacional de Estadística, Geografía y Informática, se calcularon tasas ajustadas por edad y género e índices de sobremortalidad masculina. Además, se calcularon razones de tasa y su intervalo de confianza (95%. Los resultados reflejan que la tasa de homicidios presenta una tendencia decreciente en los años 90; que existe un patrón regional de la mortalidad por homicidios, observándose las tasas más altas en regiones periféricas del estado consideradas entre las más pobres; que los municipios ubicados en el estrato de bienestar más bajo presentan un exceso de mortalidad por homicidios estadísticamente significativo, y que hay una evidente sobremortalidad masculina por esta causa. Aspectos como los antes descritos implican tareas y desafíos para la salud pública y para los organismos encargados de preservar la ley y el orden, entre ellos la necesidad de implementar políticas intersectoriales diferenciadas, que tomen en consideración las particularidades que rodean al homicidio y al crimen violento en Jalisco.

  16. Mortalidad por neumonía en menores de 5 años

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Caridad María Tamayo Reus

    2014-03-01

    Full Text Available Se llevó a cabo un estudio observacional, descriptivo y transversal de 18 niños menores de 5 años de edad, fallecidos por neumonía adquirida en la comunidad (como causa básica de muerte en el Hospital Docente Pediátrico Sur durante el período de enero de 1997 a diciembre de 2011, con vistas a caracterizarles y determinar las tasas de mortalidad por dicha causa. Las variables clínicas, epidemiológicas y paraclínicas se obtuvieron de los registros de defunciones y morbilidad del Departamento de Estadística de la institución, así como de las historias clínicas de los pacientes. En la investigación se observó que el mayor número de fallecidos correspondiera al sexo masculino (67,7 % y al grupo etario de 1-4 años (58,8 %; además primaron el cuadro clínico muy grave al momento del ingreso (44,4 %, la anemia (82,3 %, los ingresos previos (100,0 %, el hacinamiento (77,7 %, el asma bronquial como enfermedad crónica (61,1%, la linfocitosis (61,1 %, el recuento de leucocitos normal (50,0 % y las imágenes de condensación inflamatoria bilateral en las radiografías (61,1 %. Las tasas de mortalidad específica y mortalidad proporcional por neumonía mostraron tendencias evolutivas descendentes, en tanto la de mortalidad bruta reveló menor cuantía

  17. Tendencias de mortalidad por traumatismos y envenenamientos en adolescentes: México, 1979-1997

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Celis Alfredo

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Describir las causas externas de la mortalidad por traumatismos y envenenamientos, así como la tendencia que estas causas han mostrado entre adolescentes en México, de 1979 a 1997. MATERIAL Y MÉTODOS: Para la realización de este estudio descriptivo de la mortalidad se utilizaron las bases de datos de mortalidad registrada en México de 1979 a 1997. Los datos son recabados, codificados y capturados por el Instituto Nacional de Estadística, Geografía e Informática, y se obtuvieron a través del Instituto Nacional de Salud Pública. Los datos fueron tabulados durante el último semestre de 2000, en Jalisco, en la Unidad de Investigación Epidemiológica y en Servicios de Salud del Adolescente del Instituto Mexicano del Seguro Social. RESULTADOS: Los traumatismos y envenenamientos ocuparon el primer lugar en la mortalidad del grupo adolescente (tasa de 13.35/100 000 con una tendencia descendente de -41.4% durante el periodo 1979-1997, no obstante el incremento de homicidios y suicidios (9.5% y 104.0% respectivamente. Los mecanismos más frecuentes fueron los vehículos de tráfico de motor, las armas de fuego, las intoxicaciones, las sofocaciones y las asfixias por inmersión. CONCLUSIONES: Los traumatismos y envenenamientos que experimenta la población de países en desarrollo muestran frecuencias diferentes a lo registrado en los más desarrollados, haciendo necesario el estudio de los mismos para implantar las medidas preventivas acordes con las condiciones socioculturales y ambientales de cada entorno.

  18. Tendencias de la mortalidad por fiebre amarilla, Colombia, 1998-2009

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ángela María Segura

    2013-08-01

    Full Text Available Introducción. La fiebre amarilla es una enfermedad tropical desatendida, razón por la cual el conocer las tendencias de mortalidad por fiebre amarilla en Colombia, constituye una importante fuente de información para la toma de decisiones y las intervenciones en salud pública. Objetivo. Analizar las tendencias de mortalidad fiebre amarilla en Colombia (1998-2009 y las diferencias que presentan las fuentes de información de morbilidad y mortalidad en el país, que afectan indicadores como el de letalidad. Materiales y métodos. Es un estudio descriptivo de las muertes por fiebre amarilla, según el Departamento Administrativo Nacional de Estadística, y de la incidencia de la enfermedad, según el Instituto Nacional de Salud. Se usaron fuentes secundarias de información en el cálculo de proporciones de las características sociodemográficas de los fallecidos y las medidas epidemiológicas de letalidad, incidencia y mortalidad por fiebre amarilla, por departamento de residencia de los fallecidos. Resultados. Las muertes por fiebre amarilla se presentan principalmente en hombres, en edad de trabajar, residentes en zonas rurales dispersas, afiliados al régimen vinculado, residentes en las zonas oriental, suroriental, norte y central del país. Se observaron inconsistencias en los informes reportados que afectan el análisis comparativo. Conclusión. Los habitantes de los departamentos ubicados en los territorios nacionales y en Norte de Santander presentan mayor riesgo de enfermar y de morir por fiebre amarilla, pero esta información pudiera estar subestimada, según la fuente de información utilizada en su cálculo.   doi: http://dx.doi.org/10.7705/biomedica.v33i0.698

  19. MORTALIDAD YCOSTES ASOCIADOS A LA DEMORA DEL TRATAMIENTO QUIRÚRGICO POR FRACTURA DE CADERA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Iñigo Etxebarria-Foronda

    2013-01-01

    Full Text Available Fundamentos: La intervención quirúrgica en las fracturas de cadera suele demorarse varios días. Nuestro trabajo tiene dos objetivos. Estudiar la estancia preoperatoria de los pacientes ingresados por fractura de cade- ra en los hospitales vascos durante el año 2010 y medir su posible asocia- ción con la mortalidad intrahospitalaria, y estimar el coste económico que supone la estancia preoperatoria. Métodos. Se realizó un estudio observacional analizando los siguien- tes datos del Conjunto Mínimo Básico de Datos (CMBD: hospital, edad, sexo, estancia preoperatoria, estado al alta, diagnósticos asociados y pro- cedimiento quirúrgico. Además, se estudió el índice de comorbilidad de Charlson y se calculó el coste unitario de la estancia pre y postoperatoria mediante modelos de regresión múltiple. Resultados. Se analizó una muestra de 1.856 intervenciones. La es- tancia preoperatoria fue de 2,7 días y la postoperatoria de 9,7 días. El cos- te medio por ingreso fue de 12.552,12 euros. El coste medio de la estan- cia preoperatoria fue de 1295,5 euros. La mortalidad fue del 5%. Conclusiones. La estancia preoperatoria no es un factor estadística- mente asociado con la mortalidad, aunque aumenta significativamente el coste total. No encontramos una asociación entre la demora quirúrgica y la mortalidad, aunque sí tiene una clara influencia en el coste total del proceso. La reducción del tiempo prequirúrgico permite ahorrar costes.

  20. Perfil da mortalidade por intoxicação com medicamentos no Brasil, 1996-2005: retrato de uma década Profile of mortality by intoxication with medication in Brazil, 1996-2005: portrait of a decade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniel Marques Mota

    2012-01-01

    Full Text Available A ocorrência de óbitos por intoxicação com medicamentos tem sido considerada um dos agravos de saúde pública. O estudo descreve o perfil epidemiológico da mortalidade por intoxicação com medicamentos na população do Brasil entre 1996 e 2005. Realizou-se um estudo descritivo com dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade do Ministério da Saúde. Selecionaram-se os óbitos segundo a Classificação Internacional de Doenças (CID-10. Foram identificados 4.403 óbitos ocorridos em homens (53,9%, solteiros (53,7% e faixa etária de 20-39 anos (44,0%. A maioria dos óbitos foi por autointoxicação intencional por anticonvulsivantes, sedativos, antiparkinsonianos e psicotrópicos. A taxa padronizada de mortalidade foi maior na região Centro-Oeste e os Anos Potenciais de Vida Perdidos aumentou durante o período estudado em 15,50%. O estudo apresentou as características e variações na mortalidade por intoxicação com medicamentos no Brasil que pode ser um reflexo do padrão de consumo dos medicamentos no país atrelado à necessidade de aprimoramento das políticas de vigilância sanitária.The occurrence of deaths caused by intoxication with medication have been considered a worsening public health problem. The study describes the epidemiological profile of medication-related intoxication in the general Brazilian population from 1996 to 2005. A descriptive study was conducted with mortality data obtained from the Mortality Information System of the Brazilian Ministry of Health. Deaths were selected according to the codes of the International Classification of Diseases (ICD-10. A total of 4,403 deaths were found inn males (53.9%, bachelors (53.7% and the 20 to 39 year-old age bracket (44%. The majority of deaths were caused by intentional self-intoxication using anticonvulsants, sedatives, antiparkinsonians and psychotropics. The standardized mortality rate was higher in the Midwest region and Potential Life-Years Lost

  1. Mortalidad por accidentes de tránsito en Bayamo, Cuba 2011

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arlines Piña-Tornés

    Full Text Available Con el objetivo de describir la mortalidad por accidentes de tránsito en Bayamo, Cuba, en el año 2011 se realizó una revisión de los pacientes lesionados y fallecidos a causa de accidentes de tránsito, registrados en Hospital Carlos M. de Céspedes. Se atendieron en emergencias 1365 lesionados, predominando el grupo etario de 25 a 44 años con 372 pacientes (27,3%, y el sexo masculino con 1071 (78,5%. Fallecieron 46 personas, en su mayoría del mismo grupo de edad y de sexo masculino. Los traumatismos múltiples (52,6% y cráneofaciales (34,2% fueron las localizaciones predominantes. Se destacaron los atropellos por vehículo de motor con mortalidad del 26,3%. En conclusión, la mortalidad por accidentes de tránsito predomina en adultos jóvenes masculinos; cuyas consecuencias fatales son debido a traumatismos múltiples por atropellos.

  2. La calidad de los datos de mortalidad del Censo 2010 de Argentina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nicolás Sacco

    2016-07-01

    Full Text Available Objetivo: evaluar las variables disponibles en el censo de población de 2010 para Argentina en lo que a mortalidad refiere. Métodos: Con base en métodos indirectos de estimación demográfica se ofrece una lectura de la calidad de estas estadísticas en comparación con censos previos y estadísticas vitales. Resultados: La comparación de las tasas de mortalidad infantil y adulta con las tasas calculadas a partir de los nacimientos y las defunciones permite dilucidar, en principio, que estos datos no revelan problemas serios de calidad o cobertura y que el nivel (y la tendencia indicado por las fuentes es ampliamente compatible. Discusión: a pesar de que los resultados parecen mostrar coherencia, la posibilidad de detectar y cuantificar los errores se mantiene como un punto ciego del artículo hasta tanto no se publique la totalidad de la información necesaria para realizar un examen cabal, dado el universo limitado de publicaciones por parte del Instituto Nacional de Estadística y Censos. Conclusiones: las estimaciones de población en cuanto a mortalidad son consistentes con los datos del censo previo de 2001 y con las series de nacimientos y muertes del período intercensal a nivel total del país.

  3. EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA AMAZÔNIA: as contribuições da EA na Reserva Extrativista Marinha de São João da Ponta – PA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Indiara da Silva Oliveira

    2016-03-01

       EDUCACIÓN AMBIENTAL EN EL AMAZONAS: Las contribuciones de la EA en la Reserva Extractiva Marina de São João da Ponta – PA  RESUMEN Environmental educación es una práctica pedagógica dirigida a todos los segmentos de la sociedad y sus acciones se debe practicar con el objetivo de resolver o minimizar los problemas ambientales existentes en el nivel y / o global local. En este sentido, debido a la necesidad de la conservación de los recursos naturales y la solución o minimización de los problemas ambientales de manera que: depredadora pesca del cangrejo, la deforestación y la sedimentación en los bordes de los pantanos y arroyos, la desaparición de especies de flora y fauna y la presencia de vertederos, la Reserva Extractiva Marina de São João da Ponta - PA, las actividades de EA se llevaron a cabo a partir de la extensión universitaria, el Grupo de Estudio de Paisaje y Medio Ambiente Planificación (GEPPAM de la Facultad de Geografía y Cartografía (FGC, la Universidad Federal de Pará (UFPA. Y le tocó a este trabajo científico llamado Educación Ambiental en la Amazonía: el caso de Reserva Extractiva Marina de São João da Ponta - PA analizar estas actividades en ese RESEX, basado en los principios y objetivos de la educación ambiental, según lo definido por la Ley 9.795 / 99, el establecimiento de la Política Nacional de Educación Ambiental, así como la contribución de estas prácticas educativas para la Gestión Ambiental de la reserva en cuestión. Para el presente estudio se había utilizado la literatura y documentos, entrevistas con agentes ambientales voluntarias y el trabajo de laboratorio para la fabricación de tablas y gráficos. Sus resultados fueron prometedores, aunque todavía queda mucho por hacer para resolverlos problemas sociales y ambientales encontradas en la Reserva Extractiva Marina de São João da Ponta - PA. Palabras clave: Medio Ambiente; Gestión; Unidad de Conservación.

  4. Bacterial Resistance and Mortality in an Intensive Care Unit Resistencia bacteriana y mortalidad en un Centro de Terapia Intensiva Resistência bacteriana e mortalidade em um centro de terapia intensiva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Cristina de Oliveira

    2010-12-01

    Full Text Available The goal was to identify risk factors for healthcare-associated infections by resistant microorganisms and patient mortality in an Intensive Care Unit. A prospective and descriptive epidemiological research was conducted from 2005 till 2008, involving 2300 patients. Descriptive statistics, bivariate and multivariate logistic regression analysis were used. In bivariate analysis, infection caused by resistant microorganism was significantly associated to patients with community-acquired infection (p=0.03; OR=1.79 and colonization by resistant microorganism (pSe objetivó identificar factores de riesgo para el desarrollo de infecciones relacionadas al cuidar en salud, por microorganismos resistentes, y también investigar su relación con la mortalidad de los pacientes en un centro de terapia intensiva. Se trata de un estudio epidemiológico prospectivo realizado entre 2005 y 2008, envolviendo 2.300 pacientes. Se utilizó la estadística descriptiva y el análisis de regresión logístico bivariado y multivariado. En el análisis bivariado, la infección por microorganismos resistentes estuvo significativamente asociada a pacientes con infección comunitaria (p=0,03; OR=1,79 y a la colonización por microorganismo resistente (pObjetivou-se identificar fatores de risco para o desenvolvimento de infecções, relacionadas ao cuidar em saúde, por microrganismos resistentes e a mortalidade dos pacientes em um centro de terapia intensiva. Trata-se de estudo epidemiológico prospectivo, realizado entre 2005 e 2008, envolvendo 2.300 pacientes. Utilizou-se estatística descritiva, análise de regressão logística bivariada e multivariada. Na análise bivariada, a infecção por microrganismo resistente esteve significativamente associada a pacientes com infecção comunitária (p=0,03; OR=1,79 e colonização por microrganismo resistente (p<0,01; OR=14,22. Na análise multivariada, severidade clínica C (p=0,03; OR=0,25 e colonização por microrganismo

  5. Mortalidad por suicidios en Colombia y México: tendencias e impacto entre 2000 y 2013

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudio Alberto Dávila

    2016-09-01

    Full Text Available Introducción. Los suicidios son uno de los principales problemas de salud pública a nivel mundial. Objetivo. Analizar la tendencia y el impacto de la mortalidad por suicidios en Colombia y México a escala nacional, entre el 2000 y el 2013, por sexo y por grupos de edad. Materiales y métodos. Los datos se obtuvieron de las estadísticas de mortalidad del Departamento Administrativo Nacional de Estadística de Colombia y del Instituto Nacional de Estadística y Geografía de México. Se hizo un estudio descriptivo y transversal, para el cual se calcularon las tasas estandarizadas de mortalidad y los años perdidos de vida en menores de 100 años de edad. Resultados. En Colombia, la tasa de mortalidad por suicidios disminuyó entre el 2000 y el 2013 en ambos sexos: 28 % en hombres y 38 % en mujeres; en México, se presentó una tendencia opuesta: un incremento de 34 % en hombres y de 67 % en mujeres. Los años perdidos de vida en Colombia alcanzaron 0,32 años en el 2013 en hombres y 0,15 en mujeres, con una tendencia decreciente desde el 2000; en México, se situaron en 0,42 años en hombres y 0,2 años en mujeres, con una tendencia creciente desde el 2000. Entre los hombres, el grupo de edad con mayor impacto fue el de 15 a 49 años en ambos países; entre las mujeres, el impacto fue relativamente uniforme entre los 15 y los 84 años de edad. Conclusiones. La mortalidad por suicidios se incrementó de manera constante en México, en tanto que en Colombia se observó una tendencia opuesta. Los suicidios son prevenibles, por lo que es fundamental implementar políticas públicas en salud mediante acciones de detección oportuna, estrategias integrales de prevención y el estudio de los factores de riesgo asociados.

  6. Mortality among Guarani Indians in Southeastern and Southern Brazil Mortalidade indígena Guarani no Sul e Sudeste do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andrey Moreira Cardoso

    2011-01-01

    Full Text Available Worldwide, indigenous peoples display a high burden of disease, expressed by profound health inequalities in comparison to non-indigenous populations. This study describes mortality patterns among the Guarani in Southern and Southeastern Brazil, with a focus on health inequalities. The Guarani population structure is indicative of high birth and death rates, low median age and low life expectancy at birth. The crude mortality rate (crude MR = 5.0/1,000 was similar to the Brazilian national rate, but the under-five MR (44.5/1,000 and the infant mortality rate (29.6/1,000 were twice the corresponding MR in the South and Southeast of Brazil. The proportion of post-neonatal infant deaths was 83.3%, 2.4 times higher than general population. The proportions of ill-defined (15.8% and preventable causes (51.6% were high. The principal causes of death were respiratory (40.6% and infectious and parasitic diseases (18.8%, suggesting precarious living conditions and deficient health services. There is a need for greater investment in primary care and interventions in social determinants of health in order to reduce the health inequalities.Mundialmente, povos indígenas apresentam elevada carga de doença, expressa por profundas iniquidades em saúde na comparação com os não-indígenas. Neste estudo, descreve-se a mortalidade Guarani no Sul e Sudeste do Brasil, com foco nas iniquidades em saúde. A estrutura populacional Guarani expressa elevada natalidade, mortalidade precoce e baixa idade mediana e esperança de vida ao nascer. A taxa de mortalidade bruta (TM bruta = 5,0/1.000 se assemelha à nacional, mas a TM < 5 anos (44,5/1.000 e a taxa de mortalidade infantil (29,6/1.000 são duas vezes maiores que as TM correspondentes nas regiões Sul e Sudeste. A proporção de óbitos infantis pós-neonatais foi de 83,3%, 2,4 vezes maior que a população geral. As proporções de causas mal definidas (15,8% e de evitáveis pelos serviços de saúde (51

  7. Evolução da mortalidade geral, infantil e proporcional no Brasil Trends in general, infant and proportional mortality in Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Yunes

    1974-06-01

    Full Text Available Estudo da evolução da mortalidade geral, infantil e proporcional para o Brasil e Regiões Fisiográficas de 1941 a 1970. Nos últimos 30 anos a redução de mortalidade geral para o Brasil foi de 47,5%, tendo sido maior a queda na região Centro-Oeste. No último decênio observa-se o aumento do coeficiente em todas as regiões iniciando-se em diferentes períodos, sendo em parte devido ao aumento da mortalidade infantil. Ao se comparar a mortalidade geral do Brasil com a de países mais desenvolvidos, ela pode ser considerada elevada, uma vez que cerca de 42% da população tem menos de 14 anos de idade, indicando nível de saúde insatisfatório. Para a mortalidade infantil, em 30 anos houve uma redução de seu coeficiente em 46,2%, tendo sido maior esta queda na região Centro-Oeste. No último decênio, observa-se um aumento deste coeficiente, sugerindo, portanto, uma piora do nível de saúde e ao se comparar com outros países é notória a diferença observada. Ao se comparar a mortalidade proporcional (percentagem do total de óbitos de crianças menores de 1 ano de 1940/1970, observa-se uma elevação de 16,3%, sendo no último decênio o maior aumento para as regiões Centro-Oeste (57,7% e Sudeste (36,1%. Ao se comparar os dados do Brasil com o Estado e Município mais desenvolvido (São Paulo, observa-se sempre que estes indicadores para o país como um todo apresentam-se mais elevados, sugerindo um pior nível de saúde. Entre os principais fatores condicionantes da piora do nível de saúde do Brasil no último decênio, destaca-se o econômico onde ocorre um aumento na concentração da distribuição de renda, declíneo do salário mínimo real de 20%, com conseqüente diminuição do poder aquisitivo da população assalariada. Acresce-se ainda, o aumento da população descoberta dos recursos de saneamento básico.Study of the evolution of general mortality, infant mortality rate and mortality ratio in Brazil and

  8. Escala de riesgo Aristóteles como factor predictor de mortalidad en el cierre quirúrgico de persistencia de ductus arterioso en prematuros

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antonio Jimenez-Aceituna

    2017-07-01

    Conclusiones: La mortalidad asociada al cierre quirúrgico del ductus persistente depende más del estado de prematuridad que de la cirugía, siendo la escala Aristóteles el factor más útil para determinar el grado de prematuridad y predecir la mortalidad hospitalaria. Los prematuros con 15 o más puntos en esta escala tuvieron una mayor mortalidad, para los que se propone un manejo conservador.

  9. Distribuição espacial do risco: modelagem da mortalidade infantil em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil Spatial risk distribution: modeling infant mortality in Porto Alegre, Rio Grande do Sul State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silvia E. Shimakura

    2001-10-01

    Full Text Available Estimação e mapeamento de perfis de risco são interesses da Epidemiologia. Neste trabalho, é analisada a distribuição espacial de casos de mortalidade infantil, comparados a controles de nascidos vivos amostrados do Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos da cidade de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil. A modelagem adotada neste trabalho baseia-se em um processo pontual espacial, na qual se define uma medida de risco que varia continuamente sobre a região de estudo e estimada por meio de métodos de modelos aditivos generalizados. Essa abordagem possui a vantagem de permitir a incorporação, no modelo, de efeitos de determinantes individuais e ecológicos de risco sob forma simples e de fácil interpretação. Também permite a construção de contornos de tolerância que auxiliam na identificação de áreas de alto/baixo risco e de um teste global da hipótese nula de risco constante relativa à região. A aplicação do método aos dados de mortalidade infantil mostrou variação espacial no risco altamente significativa para mortalidade neonatal e não significativa para mortalidade pós-neonatal.Estimation and mapping of risk profiles are the main concerns of epidemiology. This paper analyzes spatial distribution of infant mortality cases as compared to live-born controls from Porto Alegre, Rio Grande do Sul. The modeling framework adopted in this research work is a spatial point process. Under this structure, a risk measure which continuously varies over the study region is defined and estimated using generalized additive model methods. This approach has the advantage of allowing for risk factors that are simple and easy to interpret. The procedure also allows the construction of tolerance contours which help identify areas of significantly high/low risk and an overall test for the null hypothesis of constant risk over the region. Application of this method to infant mortality data showed a highly significant spatial

  10. Inibição da formação de abscesso abdominal em rato: mortalidade por sepse Inhibition of abdominal abscess formation in rat: Mortality by sepsis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Henrique Oliveira Carmo Rodrigues

    2005-03-01

    Full Text Available RACIONAL: Atribui-se aos abscessos intra-abdominais e às aderências peritoniais a função de isolar os processos sépticos e proteger o organismo da bacteremia. Por outro lado, esses fenômenos também dificultam o afluxo de fatores imunitários e antibióticos para a região infectada. OBJETIVO: Avaliar o efeito da prevenção de abscessos na sobrevida após peritonite bacteriana. MÉTODOS: Foram estudados 30 ratos Wistar machos que receberam solução de fezes a 50% intra-abdominal e que foram distribuídos em três grupos (n = 10. Grupo 1: controle (solução de fezes; grupo 2: solução de fezes mais solução salina a 0,9%; grupo 3: solução de fezes mais carboximetilcelulose a 1%, para inibir a formação de aderências. Os três grupos foram divididos em dois subgrupos (n = 5: subgrupo A: nova laparotomia, após 4 dias, para inspeção da cavidade abdominal; e subgrupo B: acompanhamento durante 30 dias para avaliação da mortalidade e da causa de morte. A análise estatística utilizou o teste exato de Fisher. RESULTADOS: O acréscimo de solução salina a 0,9% não aumentou a mortalidade do grupo. Entretanto, no grupo em que se acrescentou a solução de carboximetilcelulose, houve menor formação de abscessos, que também foram mais tênues e a mortalidade aumentou em relação ao grupo controle. CONCLUSÃO: A inibição na formação de aderências peritoniais e de abscessos acompanha-se de maior mortalidade decorrente do processo séptico intra-abdominal generalizado.

  11. Mortalidade de infantil no município do Rio de Janeiro Mortalidad Infantil en el Municipio de Rio de Janeiro Child Mortality in Rio de Janeiro City

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lígia Neres Matos

    2007-06-01

    Full Text Available A taxa de mortalidade infantil é considerada indicador síntese da qualidade de vida e do nível de desenvolvimento de uma população. Este artigo analisa a evolução dessas taxas no Município do Rio de Janeiro, no período de 1979 a 2004, e as causas em 2004. Trata de estudo descritivo a partir do total de óbitos infantis e nascimentos ocorridos, utilizando-se os sistemas de informação produzidos pelo Ministério da Saúde. Para avaliação, segundo causa básica de morte, usou-se a Classificação Internacional de Doenças. As taxas de mortalidade infantil por mil nascidos vivos decresceram de 37,4 em 1979 para 15,1 em 2004, sendo o componente pós-neonatal o principal responsável por este declínio. Em 2004, as principais causas de óbito neonatais foram as afecções perinatais e as malformações congênitas; entre os óbitos pós-neonatais destacaram-se as doenças infecciosas e parasitárias, as causas mal definidas e as doenças respiratórias. Embora tenha sido observada queda da taxa de mortalidade infantil, esta não teve uma redução maior, devido ao pequeno declínio do componente neonatal precoce. Observou-se que a assistência à saúde da criança, no município do Rio de Janeiro, ainda deixa a desejar no que se refere à integralidade da assistência desde o período pré-natal.La tasa de mortalidad infantil es considerada indicador síntese de la calidad de vida y del nivel de desarrollo de una población. Este artículo analiza la evolución de esas tasas en la Ciudad del Rio de Janeiro, en el periodo de 1979 hasta 2004, y las causas en 2004. Tratase de un estudio descriptivo desde el total de fallecimientos infantiles y nacimientos ocurridos, usando los sistemas de informaciones producidos por el Ministerio de la Salud. Para la evaluación, según causa básica de muerte, fue usada la Clasificación Internacional de Enfermedades. Las tasas de mortalidad infantil por mil nacimientos vivos decrecieron de 37,4 en 1979

  12. Evolución de la mortalidad infantil, neonatal y postneonatal en Andalucía, 1975-1998

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Miguel Ruiz Ramos

    2003-01-01

    Full Text Available Fundamento: La mortalidad infantil, y sus componentes neonatal y postneonatal, son importantes indicadores de salud, lo cual justifica su análisis periódico incluso en países desarrollados donde sus tasas han descendido considerablemente. El objetivo de este estudio es describir las modificaciones registradas en dichas tasas en Andalucía en el último cuarto de siglo. Métodos: Se han calculado las tasas anuales de mortalidad infantil, neonatal precoz y tardía, así como post-neonatal en 1975- 1998. Mediante regresión de Poisson se han estimado los porcentajes anuales de cambio de las tasas en los dos intervalos de 1975-1986 y 1987-1998 así como en el periodo completo 1975-1998. Se ha analizado también la mortalidad proporcional por causas infecciosas, respiratorias, congénitas, afecciones originadas en el periodo perinatal y el resto de causas, así como la razón de tasas de mortalidad por afecciones originadas en el periodo perinatal y para el total de causas, en el quinquenio 1994-98 respecto al quinquenio 1975-79, en los periodos infantil, neonatal (precoz y tardío y postneonatal. Resultados: Los mayores descensos porcentuales se han producido en la mortalidad neonatal precoz (6,38% y tardía (4,6%. La razón de tasas de mortalidad por afecciones originadas en el periodo perinatal entre 1994-98 y 1975-79 es 10 para la mortalidad postneonatal mientras que es inferior a 1 para la mortalidad neonatal tardía (0,63, precoz (0,33 e infantil (0,30. Conclusiones: La mortalidad en los periodos infantil, neonatal precoz, tardío y post-neonatal ha descendido acusadamente entre 1975 y 1998. El riesgo de fallecer por afecciones originadas en el periodo perinatal de los niños con más de 4 semanas y menos de 1 año de vida (periodo postneonatal se ha multiplicado por diez entre 1975-79 y 1994-98.

  13. Tendência da mortalidade por câncer do útero no Município de São Paulo entre 1980 e 1999 Mortality trends from uterine cervical cancer in the city of São Paulo from 1980 to 1999

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Augusto Marcondes Fonseca

    2004-02-01

    Full Text Available O câncer do colo do útero apresenta grande incidência em algumas cidades brasileiras e considerável mortalidade em países em desenvolvimento, não obstante a disponibilidade já antiga de teste de rastreamento. O presente estudo visou avaliar a tendência da mortalidade por câncer de colo do útero, de corpo do útero e por câncer do útero não especificado, no Município de São Paulo, entre 1980 e 1999, por meio do exame das taxas brutas, idade-específica e ajustadas por idade. Os resultados mostraram discreta redução da mortalidade por câncer do colo do útero, queda da mortalidade por câncer de útero não especificado e aumento da mortalidade por câncer do corpo do útero. Conclui-se que a queda da mortalidade por câncer do útero não especificado sinaliza uma melhora na precisão do diagnóstico clínico e na qualidade do preenchimento do atestado de óbito, e indica aumento de cobertura do teste de Papanicolaou.Uterine cervical cancer shows a higher incidence in some Brazilian cities. It is a common cause of death in women from developing countries, despite the longstanding availability of an effective screening test, the Pap smear. This study aimed to evaluate the temporal trends of crude, age-adjusted, and age-specific mortality rates from cervical cancer, endometrial cancer, and cancer of the uterus not otherwise specified (NOS in the city of São Paulo from 1980 to 1999. Results showed a slight reduction in cervical cancer rates, a decrease in NOS uterine cancer rates, and an increase in endometrial cancer mortality rates. The fall in mortality from NOS uterine cancer indicates an improvement in diagnostic accuracy and quality of information on death certificates and may point to an increase in coverage of cervical cancer screening using the Pap smear.

  14. Mortalidade relacionada com o tabaco: 50 anos de observação dos médicos britânicos do sexo masculino

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Richard Doll

    2004-09-01

    Full Text Available RESUMO: O objectivo deste estudo foi mostrar o efeito do tabaco na mortalidade (subdividida por períodos de data de nascimento e avaliar a influência da cessação de fumar em diferentes idades no risco de mortalidade. Este estudo prospectivo realizado no Reino Unido envolveu 34 439 médicos do sexo masculino e decorreu entre 1951 e 2001. A informação sobre os hábitos tabágicos foi recolhida em 1951 e revista periodicamente. A decisão de escolher médicos para participarem no estudo foi em parte tomada por se admitir que estes teriam razões para descreverem os seus hábitos tabágicos com maior rigor, mas principalmente por se considerar fácil a obtenção do registo da sua mortalidade ao longo dos anos através do controlo da respectiva inscrição profissional. Além disso, admitiu-se pertencerem a um grupo social com bons níveis de cuidados médicos e, assim, maior possibilidade de certificados de morte rigorosos. Embora o presente estudo envolva apenas homens, a recolha inicial de participantes contou com 6158 mulheres. Os resultados mostram que: • Cancro do pulmão e DPOC estão fortemente relacionados com o tabagismo continuado e com a carga tabágica. Também uma relação directa, embora menos marcada, foi encontrada entre o tabaco e outras causas de morte, de que se salienta a cardiopatia isquémica e a neoplasia da boca, da faringe, da laringe e do esófago. • Os homens nascidos entre 1900 e 1930 morriam em média 10 anos mais cedo se fossem fumadores persistentes, comparativamente como os seus colegas não fumadores. • Os indivíduos nascidos entre 1900-1909 apresentavam a probabilidade de morte na idade adulta entre os 35-69 anos de 42% vs 24%, respectivamente, se eram fumadores ou não fumadores. • A mesma comparação para indivíduos nascidos na década de 20 mostrou uma probabilidade de 43% vs 15%, ou seja, a razão entre

  15. Malaria mortality in Colombia, 1979-2008 Mortalidad por paludismo en Colombia, 1979-2008

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Julio Padilla

    2012-04-01

    Full Text Available


    Introduction. In Colombia, malaria represents a serious public health problem. It is estimated that approximately 60% of the population is at risk of the disease.
    Objective. To describe the mortality trends for malaria in Colombia, from 1979 to 2008.
    Materials and methods. A descriptive study to determine the trends of the malaria mortality was carried out. The information sources used were databases of registered deaths and population projections from 1979 to 2008 of the National Statistics Department. The indicator used was the mortality rate. The trend was analyzed by join point regression.
    Results. Six thousands nine hundred and sixty five deaths caused by malaria were certified for an age-adjusted rate of 0.74 deaths/100.000 inhabitants for the study period. In 74.3% of the deaths, the parasite species was not mentioned. The trend in the mortality rate showed a statistically significant decreasing behavior, which was lower from the second half of the nineties as compared with that presented in the eighties.
    Conclusions. The magnitude of mortality by malaria in Colombia is not high, in spite of the evident underreporting. A marked downward trend was observed between 1979 and 2008. The information obtained from death certificates, along with that of the public health surveillance system will allow to modify the recommendations and improve the implementation of preventive and control measures to further reduce the mortality caused by malaria.


    Introducción. En Colombia, el paludismo representa un grave problema de salud pública. Se estima que, aproximadamente, 60 % de la población se encuentra en riesgo de enfermar o de morir por esta causa.
    Objetivo. Describir la tendencia de la mortalidad por paludismo en Colombia desde 1979 hasta 2008.
    Materiales y métodos. Se llevó a cabo un estudio descriptivo para determinar la tendencia de las tasas de mortalidad. Las fuentes de informaci

  16. Data mining to estimate broiler mortality when exposed to heat wave Mineração de dados e estimativa da mortalidade alta de frangos quando expostos a onda de calor

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcos Martinez Vale

    2008-01-01

    Full Text Available Heat waves usually result in losses of animal production since they are exposed to thermal stress inducing an increase in mortality and consequent economical losses. Animal science and meteorological databases from the last years contain enough data in the poultry production business to allow the modeling of mortality losses due to heat wave incidence. This research analyzes a database of broiler production associated to climatic data, using data mining techniques such as attribute selection and data classification (decision tree to model the impact of heat wave incidence on broiler mortality. The temperature and humidity index (THI was used for screening environmental data. The data mining techniques allowed the development of three comprehensible models for estimating specifically high mortality during broiler production. Two models yielded a classification accuracy of 89.3% by using Principal Component Analysis (PCA and Wrapper feature selection approaches. Both models obtained a class precision of 0.83 for classifying high mortality. When the feature selection was made by the domain experts, the model accuracy reached 85.7%, while the class precision of high mortality was 0.76. Meteorological data and the calculated THI from meteorological stations were helpful to select the range of harmful environmental conditions for broilers 29 and 42 days old. The data mining techniques were useful for building animal production models.As ondas de calor provocam perdas na produção animal pela sua exposição ao estresse por calor aumentando a mortalidade, e consequentemente, perdas econômicas. Bancos de dados zootécnicos e meteorológicos históricos podem conter informações que permitem modelar a mortalidade de frangos devido à incidência de ondas de calor. O objetivo foi analisar bancos de dados de frangos de corte associados a dados meteorológicos utilizando técnicas de mineração de dados, seleção de atributos e classificação (

  17. Modelo para abordar integralmente la mortalidad materna y la morbilidad materna grave

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ariel Karolinski

    2015-05-01

    Full Text Available La mortalidad materna es un importante problema de salud pública y de derechos humanos y refleja los efectos de los determinantes sociales sobre la salud de las mujeres. El conocimiento de la magnitud y las causas de las muertes maternas ha sido insuficiente para intervenir efectivamente en el alcance de los Objetivos de Desarrollo del Milenio. Por ello, se plantea un modelo para abordar integralmente la mortalidad materna, con siete campos: priorización y definición del problema, caracterización contextual, amplitud metodológica, gestión del conocimiento, innovación, implementación, y un sistema de monitoreo y evaluación. Este modelo permite abordar los problemas asociados con la mortalidad materna y la morbilidad materna grave mediante la integración, desde una perspectiva anticipatoria, de las complicaciones potencialmente fatales asociadas con el proceso reproductivo y su vigilancia. Se destaca la importancia de la gestión del conocimiento para la reorientación de políticas, programas y la atención sanitaria. Se debe mejorar la interacción y explotar las sinergias entre las personas, las comunidades y los actores del sistema de salud para potenciar los resultados de los programas sanitarios. Se requiere más información científica validada sobre la forma en que las intervenciones deben aplicarse en diferentes entornos. Para ello, es esencial fortalecer la articulación entre los centros de investigación, las agencias de cooperación y los organismos del Estado y su incorporación a las acciones programáticas y a la definición de una nueva agenda de salud de la mujer para la Región de las Américas.

  18. Morbilidad y mortalidad en pacientes con infarto agudo de miocardio ST elevado en un hospital general

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eduardo Carcausto

    2010-10-01

    Full Text Available Objetivo: Determinar la morbilidad y mortalidad de los pacientes con infarto agudo de miocardio ST elevado (IMA STE atendidos en un hospital general y describir sus características demográficas, clínicas y epidemiológicas. Material y métodos: Estudio descriptivo, serie de casos, retrospectivo, en pacientes con IMA STE en el Hospital Nacional Cayetano Heredia, del 1 de enero a 31 de diciembre del 2007. Se registraron variables clínicas y de laboratorio. Resultados: Se incluyeron 30 casos. El 86,7% fueron varones. La edad media fue de 62,8±12,6 años. El antecedente de hipertensión arterial se encontró en 57%, obesidad en 40%, tabaquismo en 40%, y de diabetes mellitus en 30%. El dolor torácico típico ocurrió en 75% de pacientes. El 50% de pacientes tuvieron hipertensión no controlada a la admisión, 33% leucocitosis, y 46% glicemia >110 mg/dl. Sólo 25% recibió terapia de reperfusión, 33,3% de casos de forma exitosa, siendo el tiempo puerta-aguja de 250 ± 114 minutos. Las complicaciones ocurrieron en 26,6% de pacientes, siendo la mortalidad de 13,3%. El 76% ingresó al hospital con un tiempo de dolor menor de 3 horas, Conclusiones: Los pacientes con IMA ST elevado fueron predominantemente varones, mayores de 60 años, ingresaron al hospital con un tiempo de dolor torácico menor de tres horas y un mínimo porcentaje recibió terapia de repercusión. Las arritmias fueron las complicaciones más frecuentes y la mortalidad post IMA alcanzó 13,3 % de los casos.(Rev Med Hered 2010;21:202-207.

  19. Mortalidad en la población galesa de Gaiman, provincia de Chubut, Argentina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Caratini, Alicia Liliana

    2005-01-01

    Full Text Available El objetivo de este trabajo es analizar la evolución en el tiempo de las defunciones y de las causas de muerte por edad y sexo de la población galesa de Gaiman, provincia de Chubut, Argentina. Los datos fueron obtenidos de las Actas de Defunción del Archivo del Registro Civil de la ciudad de Rawson, Chubut. El período de estudio se extendió de 1892 a 1961 y para su descripción y análisis se lo dividió en decenios. Se registraron 2103 defunciones de las cuales 1039 (49% correspondieron a galeses y sus descendientes, lo cual representa un promedio de 14.6 muertes por año. Se detectó una sobremortalidad masculina (59%, esperable en una población colonizadora con predominio de varones. Se observó un incremento, en el tiempo, de la edad media de defunción, lo que indica mejoras en las condiciones socioeconómicas y de salud de la población. La mortalidad infantil y los natimortos representaron el 20% y el 11%, respectivamente, de las defunciones y se constató una transición desde una mortalidad provocada por enfermedades de naturaleza exógena a otra de causalidad endógena. Al compararse nuestros datos con los de la provincia de Chubut y el país, se comprobó, en todos los casos, un descenso de la mortalidad en el tiempo, aunque en Gaiman esa disminución fue más significativa, probablemente por la atención que la comunidad le dedicaba a la educación y a la salud.

  20. Factores asociados a mortalidad perinatal en el hospital general de Chiapas, México

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rivera Leonor

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: El objetivo del estudio es identificar factores socioeconómicos, gineco-obstétricos y del producto asociados a mortalidad perinatal. MÉTODOS: Se realizó un estudio de casos y controles pareado. Se consideró caso a los nacidos vivos o muertos que nacieron y fallecieron entre las 28 semanas de gestación a los 7 días de vida extrauterina. y control al producto nacido vivo entre las 28 semanas de gestación y los 7 días de vida extrauterina. Los datos se obtuvieron de los expedientes clínicos hospitalarios. Se estudiaron 99 casos y 197 controles. Se hizo un análisis estadístico utilizando Stata 6.0. RESULTADOS La media de edad de la madre fue de 24.82 años y del producto de 37.78 semanas de gestación. El promedio de peso del producto fue de 2,760 gramos. Los factores asociados a mortalidad perinatal fueron: ocupación del padre agricultor (RM ajustada 3,31; IC 95% 1,26-8,66; índice de riesgo obstétrico alto (RM ajustada 10,57; IC 95% 2,82-39,66, antecedente de cesárea (RM ajustada 2,75; IC 95% 1,37-5,51; cinco y más consultas prenatales (RM ajustada 4,43; IC 95% 1.86-10,54; producto pretérmino (RM ajustada 9,20; IC 95% 4,39-19,25. CONCLUSIONES: Los resultados muestran que es necesario implementar medidas de prevención y control que aseguren la identificación del riesgo en las mujeres embarazadas, con el fin de abatir la incidencia de mortalidad perinatal.

  1. Factores asociados a mortalidad perinatal en el hospital general de Chiapas, México

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonor Rivera

    2003-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: El objetivo del estudio es identificar factores socioeconómicos, gineco-obstétricos y del producto asociados a mortalidad perinatal. MÉTODOS: Se realizó un estudio de casos y controles pareado. Se consideró caso a los nacidos vivos o muertos que nacieron y fallecieron entre las 28 semanas de gestación a los 7 días de vida extrauterina. y control al producto nacido vivo entre las 28 semanas de gestación y los 7 días de vida extrauterina. Los datos se obtuvieron de los expedientes clínicos hospitalarios. Se estudiaron 99 casos y 197 controles. Se hizo un análisis estadístico utilizando Stata 6.0. RESULTADOS La media de edad de la madre fue de 24.82 años y del producto de 37.78 semanas de gestación. El promedio de peso del producto fue de 2,760 gramos. Los factores asociados a mortalidad perinatal fueron: ocupación del padre agricultor (RM ajustada 3,31; IC 95% 1,26-8,66; índice de riesgo obstétrico alto (RM ajustada 10,57; IC 95% 2,82-39,66, antecedente de cesárea (RM ajustada 2,75; IC 95% 1,37-5,51; cinco y más consultas prenatales (RM ajustada 4,43; IC 95% 1.86-10,54; producto pretérmino (RM ajustada 9,20; IC 95% 4,39-19,25. CONCLUSIONES: Los resultados muestran que es necesario implementar medidas de prevención y control que aseguren la identificación del riesgo en las mujeres embarazadas, con el fin de abatir la incidencia de mortalidad perinatal.

  2. Mortalidad prematura por enfermedades infecciosas en España, 1908-1995

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mirón Canelo José Antonio

    2002-01-01

    Full Text Available Objetivos. Las enfermedades infecciosas han sido tradicionalmente una de las principales causas de muerte en los países desarrollados. Los objetivos del presente trabajo consistieron en cuantificar la importancia de las enfermedades infecciosas como causa de muerte prematura en España entre 1908 y 1995, y conocer la frecuencia y distribución de las enfermedades infecciosas con mayor impacto sobre la mortalidad prematura. Métodos. El estudio se realizó a partir de los datos de mortalidad por causas infecciosas publicados por el Instituto Nacional de Estadística en el Movimiento Natural de la Población para el período en estudio. Se utilizan como indicadores de mortalidad prematura los años de vida potencial perdidos (AVPP, la tasa bruta de AVPP por 1 000 habitantes y el porcentaje y la media de AVPP. Resultados. Entre 1908 y 1995, el número y la tasa de AVPP por causas infecciosas experimentaron una evolución claramente descendente. El descenso fue más acusado a partir de los años 50 y se observó en todos los grupos de edad. La tuberculosis fue la primera causa de muerte prematura desde principios de siglo hasta los años 70. A partir de esta fecha toman el relevo las neumonías y el sida. Conclusiones. El impacto de las enfermedades infecciosas como determinantes de muerte prematura en España ha descendido a lo largo del siglo XX, sobre todo a partir de los años 70.

  3. Mortalidad hospitalaria en pacientes cirróticos en un hospital de tercer nivel

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    R. Zubieta-Rodríguez

    2017-07-01

    Conclusiones: La mortalidad hospitalaria en pacientes cirróticos es elevada, siendo la sepsis y el sangrado los 2 eventos precipitantes de insuficiencia hepática crónica agudizada y muerte. Un puntaje MELD alto, leucocitos elevados y albúmina baja están relacionados con un pobre desenlace durante la hospitalización. Es necesaria la adecuación de medidas de salud pública encaminadas a la prevención, diagnóstico temprano y oportuno de esta enfermedad, para evitar el desarrollo de complicaciones y mejorar el pronóstico en pacientes cirróticos.

  4. CRECIMIENTO Y MORTALIDAD DEL MONCHOLO (Hoplias malabaricus EN LA CIÉNAGA GRANDE DE LORICA, COLOMBIA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Glenys Tordecilla-Petro,

    2005-12-01

    Full Text Available Para estimar los parámetros de crecimiento y mortalidad del moncholo (Hoplias malabaricus Bloch 1794en la Ciénaga Grande de Lorica (CGL se aplicó el análisis de frecuencia de tallas (ELEFAN a la informacióncolectada entre enero y diciembre 2000. Los valores estimados para L¥, K y t0 fueron 48.1 (± 0.09 cm.,0.29 (+ 0.01 año-1 y -0.50 años, respectivamente, con temperatura media anual de 28 °C y límites deconfianza del 95%. Las estimaciones para L¥ y K indican que es un pez de longevidad y tasa de crecimientomedios. La mortalidad total (Z fue estimada en 2.31 (± 0.23 año-1, la mortalidad natural (M en 0.70año–1, la mortalidad por captura (F se calculó en 1.61 año –1, y la tasa de explotación (E=F/Z 0.70. Latalla de su primera captura (Lc es de 29.4 cm., LT, y su talla media de captura (TMC es de 30.0 cm., LT.Como la especie no presenta migración reproductiva, permanece en la CGL, siendo capturada en laausencia de las especies reofílicas tradicionalmente capturadas, la presión pesquera aumenta sobre ella,alcanzando niveles de sobrepesca. La construcción y operación de la hidroeléctrica Urrá (HU y lacontaminación orgánica e inorgánica durante el año 2000 afectaron la dinámica poblacional de los pecesde la Cuenca del río Sinú, por lo que es necesario que se agilice el ordenamiento de su pesquería en elmediano plazo considerando que el moncholo es la tercera especie en la composición de la captura en lacuenca.

  5. Patrón de mortalidad de la población española

    OpenAIRE

    Ramiro Fariñas, Diego; Pujol Rodríguez, Rogelio; Abellán García, Antonio

    2016-01-01

    Enfermedades del sistema circulatorio, tumores y enfermedades respiratorias son las tres causas más importantes de muerte. Son responsables de siete de cada diez muertes de personas mayores y se mantiene esta tendencia en los últimos años.El patrón de mortalidad por edad y causa visualiza cómo afecta a cada estrato demográfico cada tipo de muerte. En los niños predominan otras causas (relacionadas con malformaciones, y afecciones en período perinatal); en los jóvenes, causas externas (acciden...

  6. Mortalidad por enfermedades respiratorias en Chile durante 1999 MORTALITY DUE TO RESPIRATORY DISEASES, CHILE-1999

    OpenAIRE

    JORGE SZOT M.

    2003-01-01

    Se trata de un estudio descriptivo que presenta características sobre la mortalidad por causas respiratorias (CR) en Chile durante 1999. Se muestra que las CR constituyen la tercera causa de muerte en el país. La "neumonía por agente no especificado" (NANE) es la primera causa aislada de muerte respiratoria en ambos sexos con un 64%, seguida de enfermedades respiratorias crónicas que originan un 30% de las defunciones. Por lo anterior se hace necesario prevenir la ocurrencia de la NANE, asegu...

  7. Mortalidad en varones jóvenes de México

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Esperanza Tuñón Pablos

    2005-01-01

    Full Text Available En este artículo se analizan las principales causas de mortalidad entre los varones jóvenes de México, a saber: los accidentes, homicidios y suicidios, a la luz de la perspectiva de género. Este enfoque permite mostrar el peso del modelo hegemónico de masculinidad en las prácticas de riesgo que conducen hacia estas causas y cuestionar la socialización de género como un proceso desencadenante de riesgo para la relación de los varones con las mujeres y consigo mismos.

  8. Tendencias de mortalidad en población adulta, Medellín, 1994-2003

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Doris Cardona

    2007-09-01

    Conclusiones. La mortalidad de la población adulta presenta diferencias según sexo y edad, estando en condiciones más desventajosas la población masculina frente a la femenina, de fallecer por causas externas en edades más tempranas de la vida, y los de mayor edad principalmente las mujeres, por el incremento de las enfermedades cardiovasculares y los tumores malignos, que representan un problema de salud pública por el alto costo humano y económico que generan.

  9. Panorama epidemiológico de México, principales causas de morbilidad y mortalidad

    OpenAIRE

    Soto-Estrada, Guadalupe; Moreno-Altamirano, Laura; Pahua Díaz, Daniel

    2016-01-01

    Resumen Introducción: En este trabajo se presenta a grandes rasgos el panorama epidemiológico de México. A través de esta revisión se discute la mortalidad y morbilidad general por grupos específicos, los egresos hospitalarios y recursos humanos disponibles para la atención de la salud. Propósito: Analizar las transformaciones en el panorama epidemiológico actual del país en el marco de algunas variaciones demográficas y acordes al crecimiento económico y la evolución del salario mínimo. ...

  10. MORTALIDAD YCOSTES ASOCIADOS A LA DEMORA DEL TRATAMIENTO QUIRÚRGICO POR FRACTURA DE CADERA

    OpenAIRE

    Iñigo Etxebarria-Foronda; Javier Mar; Arantzazu Arrospide; Jaime Ruiz de Eguino

    2013-01-01

    Fundamentos: La intervención quirúrgica en las fracturas de cadera suele demorarse varios días. Nuestro trabajo tiene dos objetivos. Estudiar la estancia preoperatoria de los pacientes ingresados por fractura de cade- ra en los hospitales vascos durante el año 2010 y medir su posible asocia- ción con la mortalidad intrahospitalaria, y estimar el coste económico que supone la estancia preoperatoria. Métodos. Se realizó un estudio observacional analizando los siguien- tes datos del Conjunto Mín...

  11. Factores predictores de mortalidad por accidente cerebrovascular en el Hospital Universitario San Jorge de Pereira (Colombia)

    OpenAIRE

    Cristhian David Morales-Plaza; Claudio Aguirre-Castañeda; Jorge Enrique Machado-Alba

    2016-01-01

    Objetivo: Determinar los factores predictores de mortalidad por accidente cerebrovascular (ACV) en el Hospital Universitario San Jorge de Pereira entre enero de 2008 y diciembre de 2011. Materiales y métodos: Estudio de corte transversal, realizado en los pacientes con diagnóstico de ACV. La información se obtuvo de las historias clínicas, teniendo en cuenta las variables edad, sexo, tipo de ACV (isquémico o hemorrágico), trastorno asociado, antecedentes personales relacionados con ACV, morta...

  12. Fatores associados à maior mortalidade e tempo de internação prolongado em uma unidade de terapia intensiva de adultos Factors associated with increased mortality and prolonged length of stay in an adult intensive care unit

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Beatriz Francioso de Oliveira

    2010-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: A unidade de terapia intensiva é sinônimo de gravidade e apresenta taxa de mortalidade entre 5,4% e 33%. Com o aperfeiçoamento de novas tecnologias, o paciente pode ser mantido por longo período nessa unidade, ocasionando altos custos financeiros, morais e psicológicos para todos os envolvidos. O objetivo do presente estudo foi avaliar os fatores associados à maior mortalidade e tempo de internação prolongado em uma unidade de terapia intensiva adulto. MÉTODOS: Participaram deste estudo todos os pacientes admitidos consecutivamente na unidade de terapia intensiva de adultos, clínica/cirúrgica do Hospital das Clínicas da Universidade Estadual de Campinas, no período de seis meses. Foram coletados dados como: sexo, idade, diagnóstico, antecedentes pessoais, APACHE II, dias de ventilação mecânica invasiva, reintubação orotraqueal, traqueostomia, dias de internação na unidade de terapia intensiva, alta ou óbito na unidade de terapia intensiva. RESULTADOS: Foram incluídos no estudo 401 pacientes, sendo 59,6% homens e 40,4% mulheres, com idade média de 53,8±18,0 anos. A média de internação na unidade de terapia intensiva foi de 8,2±10,8 dias, com taxa de mortalidade de 13,46%. Dados significativos para mortalidade e tempo de internação prolongado em unidade de terapia intensiva (p11, traqueostomia e reintubação. CONCLUSÃO: APACHE >11, traqueostomia e reintubação estiveram associados, neste estudo, à maior taxa de mortalidade e tempo de permanência prolongado em unidade de terapia intensiva.OBJECTIVE: The intensive care unit is synonymous of high severity, and its mortality rates are between 5.4 and 33%. With the development of new technologies, a patient can be maintained for long time in the unit, causing high costs, psychological and moral for all involved. This study aimed to evaluate the risk factors for mortality and prolonged length of stay in an adult intensive care unit. METHODS: The study

  13. Políticas efectivas para reducir la mortalidad infantil en el Perú: ¿Cómo reducir la mortalidad infantil en las zonas más pobres del país?

    OpenAIRE

    Beltrán, Arlette; Grippa Zárate, Ana Rosa

    2014-01-01

    El propósito del presente trabajo es hallar aquellos determinantes más efectivos para reducir la mortalidad neonatal e infantil, para que sean utilizados como variables de política por el «policymaker» y se pueda alcanzar el Objetivo de Desarrollo del Milenio # 4: reducir para el año 2015 la tasa de mortalidad infantil a un tercio de su valor inicial de 1992. El trabajo hace uso de dos bases de datos: la IV Encuesta Demográfica y de Salud Familiar (Endes, 2000) y el II Censo de Infraestructur...

  14. Estudio diagnóstico de la mortalidad humana en el Ecuador, en la Provincia de Tungurahua, el Cantón capital Ambato y los principales cantones con el mayor porcentaje de mortalidad. República del Ecuador. 2014.

    OpenAIRE

    Castañeda Guillot, Carlos David; González Miranda, Victoria María

    2016-01-01

    Se realiza estudio diagnóstico de las diez principales causas de mortalidad humana en Ecuador a nivel de país, la provincia de Tungurahua y principales cantones basada la  investigación en  los datos del Instituto Nacional de Estadística y Censos y Ministerio de Salud Pública correspondientes al año 2014 en base al Registro Internacional de Mortalidad Humana. Por orden de incidencia predominan enfermedades cardiovasculares (isquemia del corazón, enfermedades cerebrovasculares y enfermedades h...

  15. Exceso de mortalidad relacionado con la gripe en España en el invierno de 2012

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Inmaculada León-Gómez

    2015-07-01

    Conclusiones: Uno de los principales incrementos significativos de la mortalidad acontecidos en España en los inviernos de los últimos años, en mayores de 64 años, fue detectado por los sistemas de monitorización de mortalidad español y europeo en la temporada 2011-2012, coincidiendo en el tiempo con una tardía temporada gripal, con predominio de virus A(H3N2, y una ola de bajas temperaturas. Este estudio muestra que la gripe pudo ser uno de los principales factores contribuyentes al exceso de mortalidad observado en el invierno de 2012 en España.

  16. Análisis del impacto de la mortalidad por suicidios en México, 2000-2012

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudio Alberto Dávila Cervantes

    2015-01-01

    Full Text Available El objetivo del presente artículo es analizar la carga de la mortalidad por suicidios en México, a partir del indicador de años de vida perdidos (AVP, entre 2000 y 2012, por sexo, grupos de edad (para menores de 85 años de edad a nivel nacional y por entidad federativa. Se emplearon estadísticas vitales de mortalidad y estimaciones de población para calcular tasas estandarizadas de mortalidad y los años de vida perdidos por suicidios. Entre 2000 y 2012 se dio un incremento sostenido de la tasa de mortalidad por suicidios. En hombres, el grupo de edad con las mayores tasas fue el de 85 años y más; para mujeres el de 15-19 años. El mayor impacto en la esperanza de vida se dio entre los 20 y 24 años en hombres y entre los 15 y 19 años para mujeres. Los estados con la mayor mortalidad se ubican en la península de Yucatán (Yucatán, Quintana Roo y Campeche. La mortalidad por suicidio en México se ha incrementado de manera constante. Los suicidios son prevenibles, por lo que es fundamental implementar políticas públicas en salud a través de acciones de identificación oportuna, estrategias integrales de prevención y el estudio detallado de los factores de riesgo asociados.

  17. Co-morbidades e mortalidade de pacientes com doença renal: atendimento terceirizado de nefrologia Co-morbilidad y mortalidad de pacientes con enfermedad renal: atendimiento tercerizado de nefrología Comorbidities and mortality among patients with renal disease: contractual nephrology care

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Celedonio de Oliveira

    2009-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Identificar as causas de co-morbidades e mortalidade de pacientes com insuficiência renal aguda atendidos na Clínica SARA no ano de 2007; analisar as variáveis pessoais, as co-morbidades e os fatores de risco para mortalidade desses pacientes. MÉTODOS: Estudo descritivo, retrospectivo, quantitativo, abrangendo 232 portadores de insuficiência renal aguda (IRA, em terapia hemodialítica no ano de e, os dados foram coletados através dos prontuários desses pacientes. RESULTADOS: Do total de 232 pacientes, 140 (60,3% pacientes eram do sexo masculino; houve predominância de pacientes com idade entre 61 a 80 anos (37% e o atendimento, na maioria das vezes, foi em Unidade de Terapia Intensiva (66,4%. Dentre as causas de internamento, houve predominância das IRA (87,9%. CONCLUSÃO: Destacam-se, entre as co-morbidades, a insuficiência, infecção respiratória, a hipertensão arterial sistêmica e sepse. As principais causas de óbitos foram a insuficiência respiratória e a sepse.OBJETIVOS: Identificar las causas de comorbidades y mortalidad de pacientes con insuficiencia renal aguda atendidos en la Clínica SARA en el año 2007; analizar las variables personales, las comorbidades y los factores de riesgo de la mortalidad de esos pacientes. MÉTODOS: Estudio descriptivo, retrospectivo, cuantitativo, en la que participaron 232 portadores de insuficiencia renal aguda (IRA, en terapia de hemodiálisis en el año de 2007 y, los datos fueron recolectados de las historias clínicas de esos pacientes. RESULTADOS: Del total de 232 pacientes, 140 (60,3% pacientes eran del sexo masculino; hubo predominio de pacientes con edad entre 61 a 80 años (37% y la atención, en la mayoría de veces, fue en la Unidad de Cuidados Intensivos (66,4%. Entre las causas de internamiento, hubo predominio de las IRA (87,9%. CONCLUSIÓN: Se destacan, entre las comorbidades, la insuficiencia, infección respiratoria, la hipertensión arterial sistémica y la

  18. Tendencias de mortalidad por cánceres atribuibles al tabaco en México

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Víctor José Tovar-Guzmán

    2002-01-01

    Full Text Available Objetivo. Describir la tendencia de la mortalidad por cáncer atribuible al consumo de tabaco, particularmente neoplasias del pulmón, en México, durante el periodo 1980-1997. Material y métodos. Se hizo un análisis de tendencias de mortalidad para cada tipo de cáncer asociado con el tabaco, según la Clasificación Internacional de Enfermedades. Las tasas cruda y ajustada de mortalidad fueron estimadas en términos de edad, género, causa básica de la muerte y año, entre 1980 y 1997. Se estimó la razón de género y proporción relativa para los casos que estaban en el grupo de edad entre 35 y 64 años y para toda la población estudiada. Como denominador se utilizaron las proyecciones por edad calculadas por el Consejo Nacional de Población (1970-2010. Resultados. La razón de género para las tasas de mortalidad por cáncer de laringe, esófago, cavidad oral y faringe fue de 2.10:1.00 (hombre: mujer. La razón de género para el cáncer de laringe es enorme: 4.21: 1.00, probablemente debida a la mayor prevalencia de hombres fumadores de tabaco. La proporción relativa estimada, usando la mortalidad total debida a tumores malignos, entre 1980 y 1997 fue la siguiente: cáncer de pulmón 12.31%, laringe 1.71%, esófago 1.55% y cavidad oral/faringe 1.49%. El antecedente de tabaquismo tiene correlación con la tendencia de la tasa de mortalidad por cáncer del pulmón (Beta: 0.910, IC 95%: 1.097-1.797; R² 0.827. Para los grupos sociales mas pobres, por entidad federativa, la correlación está invertida (Beta: -0.510, IC 95%: -0.170, -0.039, R²: 0.260. Conclusiones. En México, la mejoría en el diagnóstico, la transición demográfica y el incremento del consumo de tabaco son, probablemente, los principales factores a los que se atribuye la tasa de mortalidad por cáncer. No obstante, otras variables asociadas con el estilo de vida, como urbanización, actividad física, ingesta de carotenoides y otros componentes dietéticos y t

  19. Mortalidad por causas externas en Medellín, 1999-2006

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Doris Cardona Arango

    2008-01-01

    Full Text Available Caracterizar el comportamiento de la mortalidad por causas externas en la ciudad de Medellín, Colombia, entre 1999-2006, según sexo, edad y causa básica de muerte fue el objetivo de este estudio descriptivo longitudinal, con fuente de información secundaria de 22 128 registros de defunción por causas externas. El análisis realizado es univariado y bivariado por sexo, grupos de edad y causa de muerte. Las causas externas registradas en el periodo fueron: 72.9 por ciento por homicidio; 15.3 por ciento, accidente de transporte; 7.3 por ciento, traumatismos; 4.2 por ciento, por suicidio, y por otras causas, 0.4 por ciento. La mayor tasa de mortalidad se presentó en el grupo de edad de 20 a 24 años (27.6 por cien mil habitantes, hecho que merece especial consideración por las implicaciones sociales, familiares y laborales que representa el fallecimiento de una persona en su etapa productiva.

  20. Mortalidad por VIH/SIDA en México. Un aporte demográfico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cecilia GAYET

    2014-01-01

    Full Text Available El objetivo del presente artículo es estimar la tendencia de la mortalidad por SIDA en México entre 1998 y 2011, a nivel nacional y estatal, con métodos demográficos comparando dos etapas y discutir el alcance de estas estimaciones para el monitoreo de la epidemia. Entre los resultados destaca que hubo un comportamiento estable de la mortalidad masculina en la etapa de introducción de los antirretrovirales de gran actividad y una reducción entre 2004-2011; para mujeres, existió un patrón creciente de 1998-2007 y desde 2008 una leve reducción. Se dio una disminución de la esperanza de vida por SIDA antes de la universalización de tratamientos y un incremento a partir de 2004 sólo en los hombres. Existen diferencias entre las entidades federativas. Tabasco tuvo menores aportes a partir de los tratamientos. Los resultados basados en el análisis de defunciones deberían considerarse aproximaciones y no necesariamente convenientes para la evaluación de las políticas de salud.

  1. Geografia da mortalidade infantil do Brasil: variações espaciais e desigualdades territoriais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rivaldo Faria

    2016-12-01

    Full Text Available O objetivo deste artigo é analisar as variações espaciais e as desigualdades territoriais nos indicadores de mortalidade infantil do Brasil. O estudo foi feito com todos os óbitos infantis e nascidos vivos registrados em sistemas oficiais nos anos de 2012 e 2013 nas 558 microrregiões brasileiras. Os indicadores foram calculados e estimados através do método bayesiano empírico. As características do território foram analisadas através de um indicador multicritério denominado Índice de Privação Social. Os resultados indicaram elevados coeficientes de mortalidade infantil (CMI nas microrregiões dos estados do nordeste e norte do país e fatores associados relacionados à idade da mãe, doenças infecciosas, vazios assistenciais e falta de acompanhamento pré-natal. Nas microrregiões dos estados do sudeste e sul e parte do centro-oeste os CMI são menos elevados e os fatores associados estão mais relacionados com a prematuridade e baixo peso à nascença.

  2. Malformações, abortos e mortalidade embrionária em ovinos causada pela ingestão de Mimosa tenuiflora (Leguminosae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Rômulo Soares dos Santos

    2012-11-01

    Full Text Available Para determinar a teratogenicidade de Mimosa tenuiflora, 15 ovelhas, distribuídas em dois grupos, foram introduzidos em área invadida pela planta. O Grupo 1, com seis ovelhas prenhes, foi introduzido na área experimental 20 dias após o acasalamento. O Grupo 2, formado por nove ovelhas não prenhes e um carneiro, foi introduzido na área experimental no início do experimento. O experimento começou no mês de outubro de 2009, período de estiagem, quando M. tenuiflora estava sementando. Nesse período as plantas foram rebaixadas a 40 cm de altura e os galhos com folhas e sementes foram disponibilizados para os ovinos na mesma área onde M. tenuiflora foi rebaixada. M. tenuiflora começou a rebrotar ainda na estação seca antes do período de chuvas. No período de rebrota, as ovelhas ficavam livres para pastar M. tenuiflora e recebiam concentrado em quantidade equivalente a 1% do peso vivo. Após as primeiras chuvas, em meados de janeiro do ano seguinte, quando o estrato herbáceo apareceu, essas ovelhas foram confinadas em baias, onde M. tenuiflora foi fornecida até o fim do experimento. A cada 15 dias eram realizados exames ultrassonográficos para acompanhamento da gestação. No Grupo 1, três ovelhas abortaram, cada uma um feto sem malformações. Outra ovelha pariu dois cordeiros, um com hiperflexão na articulação inter-falangeana proximal no membro torácico direito e outro sem malformações. Outra ovelha pariu um cordeiro com hiperflexão dos dois membros pélvicos na região da articulação tarso-metatársica. No grupo formado pelas ovelhas que foram acasaladas na área experimental, uma ovelha abortou um feto sem malformações e cinco pariram cordeiros normais. Três das ovelhas desse grupo não emprenharam durante todo o período experimental, mostrando retornos repetidos ao cio, sugerindo perda embrionária. Trinta e duas ovelhas e um carneiro, que permaneceram numa área vizinha a área experimental e foram utilizados

  3. Completude do sistema de informação sobre mortalidade por suicídio em idosos no estado da Bahia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcela Andrade Rios

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a completude dos dados do Sistema de Informação sobre Mortalidade sobre os óbitos por suicídio em idosos no estado da Bahia, no período de 1996 a 2010. MÉTODOS: Estudo epidemiológico, de desenho ecológico, com base em dados dos óbitos de idosos por suicídios, no estado da Bahia, disponibilizados no Sistema de Informação sobre Mortalidade, referentes ao período de 1996 a 2010, sendo calculada a incompletude das variáveis relacionadas aos óbitos e analisada por meio de um escore. Realizou-se análise de tendência temporal dos dados de incompletude por meio da estimação de modelos de regressão polinomial, utilizando o programa SPSS 15.0, com nível de significância de 5%. RESULTADOS: Registrou-se no período um total de 625 casos de suicídio em idosos. As taxas de não completude oscilaram de acordo com a variável e o ano, destacando-se raça/cor, escolaridade, fonte de informação e assistência médica como aquelas com os maiores índices de não preenchimento. Houve tendência decrescente para a não completude dos dados quanto a grau de instrução, raça/cor, fonte da informação e realização de necropsia para confirmação da causa básica do óbito. Para as demais variáveis não foram encontrados valores estatisticamente significantes nos modelos testados. CONCLUSÃO: Verificou-se melhoria na completude dos dados de suicídios em idosos na Bahia, sendo observadas tendências decrescentes ou não significativas estatisticamente.

  4. Mortalidad infantil por malformaciones congénitas en Argentina: análisis del quinquenio 2002-2006

    OpenAIRE

    Bronberg, Rubén; Alfaro, Emma; Chaves, Estela; Dipierri, José

    2009-01-01

    Objetivo. Analizar la distribución espacial y temporal de la mortalidad infantil por malformaciones congénitas en la Argentina entre 2002-2006. Materiales y métodos. Los datos provinieron del Ministerio de Salud. Las malformaciones congénitas se clasificaron según la Clasificación Internacional de Enfermedades, décima revisión. Se calcularon por departamentos, provincias y regiones, componentes de la mortalidad infantil (neonatal precoz y tardía y postneonatal), subconjuntos de malformaciones...

  5. Determinantes sociales de la mortalidad infantil en municipios de bajo índice de desarrollo humano en México

    OpenAIRE

    Duarte-Gómez, María Beatriz; Núñez-Urquiza, Rosa María; Restrepo-Restrepo, José Alonso; Richardson-López-Collada, Vesta Louise

    2015-01-01

    Introducción: Se realizó un estudio con el objetivo de identificar determinantes sociales de mortalidad infantil en zonas rurales en México, y recomendar estrategias para disminuir esta mortalidad. Métodos: Se tomó una muestra por conveniencia de 16 municipios de bajo índice de desarrollo humano. Se identificaron fallecimientos de menores de un año de edad a través de registros oficiales y de entrevistas con autoridades civiles, personal de salud y líderes comunitarios. También se realizar...

  6. Niveles de vida y salud en la España del primer franquismo: las desigualdades en la mortalidad infantil

    OpenAIRE

    Bernabeu Mestre, Josep; Caballero Pérez, Pablo; Galiana Sánchez, María Eugenia; Nolasco Bonmatí, Andreu

    2005-01-01

    A partir del estudio de las relaciones entre la mortalidad infantil y el desarrollo socioeconómico y sanitario de las provincias españolas, se analizan las desigualdades en salud que mostraban las diferentes regiones en las décadas centrales del siglo XX. Junto a los trabajos sobre mortalidad infantil y políticas de salud materno infantil llevados a cabo por la Dirección General de Sanidad, para los datos relativos a las condiciones y los niveles de vida, además de las informaciones socioecon...

  7. La mortalidad por enfermedades del corazón y por reumatismo en la ciudad de bogotá

    OpenAIRE

    Bejarano, Jorge

    2012-01-01

    La alta cifra de mortalidad por enfermedades cardio-vasculares está indicando la urgencia de una campana para contener sus avances. De todas las adquisiciones sanitarias, ninguna ha tenido el alcance y los resultados admirables de los centros o dispensarios destinados al tratamiento de una enfermedad y a la educación del enfermo. Nadie podrá pues, dudar que los dispensarios o consultorios de enfermedades cardio-vasculares, sea una de las armas más eficaces en la lucha contra la mortalidad por...

  8. Determinantes sociales de la mortalidad infantil en municipios de bajo índice de desarrollo humano en México

    OpenAIRE

    Duarte-Gómez, María Beatriz; Núñez-Urquiza, Rosa María; Restrepo-Restrepo, José Alonso; López-Collada, Vesta Louise Richardson

    2015-01-01

    ResumenINTRODUCCIÓN: Se realizó un estudio con el objetivo de identificar determinantes sociales de mortalidad infantil en zonas rurales en México, y recomendar estrategias para disminuir esta mortalidad.MÉTODOS: Se tomó una muestra por conveniencia de 16 municipios de bajo índice de desarrollo humano. Se identificaron fallecimientos de menores de un año de edad a través de registros oficiales y de entrevistas con autoridades civiles, personal de salud y líderes comunitarios. También se reali...

  9. La mortalidad por suicidios: México 1990-2001 Mortality from suicides: Mexico, 1990-2001

    OpenAIRE

    Esteban Puentes-Rosas; Leopoldo López-Nieto; Tania Martínez-Monroy

    2004-01-01

    OBJETIVO: Describir la mortalidad por suicidios en México en 2001, así como los principales cambios en los métodos de suicidio y en la estructura por edades y sexos que se han presentado desde 1990, tanto a escala nacional como por entidad federativa. MÉTODOS: Para este estudio descriptivo se utilizaron como fuentes de informaci��n los registros oficiales de mortalidad del Instituto Nacional de Estadística, Geografía e Informática para el período de 1990 a 2001. Para calcular las tasas de mor...

  10. Incidencia, mortalidad y prevalencia de enfermedad renal crónica terminal en la región del Bajo Lempa, El Salvador: 10 años de registro comunitario

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ramón García-Trabanino

    2016-09-01

    Conclusiones: En esta región la incidencia de ERCT es elevada. Pocos reciben TSR. La mortalidad es alta, aun con TSR. Son mayormente varones adultos (9:1. Los determinantes sociales inciden en la alta mortalidad.

  11. Desenvolvimento e mortalidade larval de Spodoptera frugiperda em folhas de milho tratadas com extrato aquoso de folhas de Azadirachta indica Larval development and mortality of Spodoptera frugiperda fed on corn leaves treated with aqueous extract from Azadirachta indica leaves

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Afonso Viana

    2003-01-01

    Full Text Available Estudou-se o efeito do extrato aquoso de folhas de nim sobre o desenvolvimento e a mortalidade de lagartas recém-eclodidas de Spodoptera frugiperda. Para constatação do efeito de contato e de ingestão, as lagartas foram pulverizadas e as folhas de milho submersas no extrato (10 mg.mL-1 em laboratório e/ou pulverizadas no campo com um pulverizador de CO2. Partes de folhas de milho tratadas foram colocadas em copos plásticos para alimentar as lagartas e trocadas a cada dois dias. Adjuvantes foram adicionados ao extrato visando melhorar sua aderência às superfícies tratadas. Os parâmetros avaliados foram a mortalidade e o desenvolvimento larval. As folhas de milho submergidas e pulverizadas com o extrato causaram elevada mortalidade (100% e prejudicaram o desenvolvimento das lagartas sobreviventes. Na avaliação realizada 10 dias após a aplicação, o espalhante adesivo e o óleo de soja misturados ao extrato melhoraram a eficiência deste. A mortalidade das lagartas ocorreu três dias após a aplicação do extrato e a sua pulverização diretamente sobre o inseto não prejudicou o desenvolvimento larval. O extrato aquoso de nim mostrou-se com potencial para o controle de S. frugiperda.The effect of aqueous extracts from neem leaves and spraying adjuvants were evaluated on development and mortality of neonate S. frugiperda larvae. Corn leaves were dipped in the aqueous extract (10 mg.mL-1 in the laboratory and/or sprayed in the field with a CO2 sprayer and placed in plastic cup for larvae rearing. The treated corn leaves were replaced every other day. Corn leaves submerged and sprayed with the extract caused high larval mortality (100% and showed a negative effect on the larval development. The spreading agent and soybean oil mixed with neem extract improved larval mortality at the end of the 10-day period. The aqueous extract caused lethal effect on S. frugiperda larvae after three days of the application and sprayed directly on the

  12. Doenças Crônicas Não Transmissíveis: perfil da mortalidade no município de Natal/RN no período de 2000 a 2014

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marilane Vilela Marques

    2017-10-01

    Full Text Available Justificativa e objetivos: Como consequência da transição demográfica e epidemiológica, atualmente as Doenças Crônicas não Transmissíveis (DCNT são responsáveis pela maior carga de morbidade e mortalidade no mundo, evidenciando a necessidade de monitorar sua ocorrência. O objetivo desse estudo foi analisar a tendência temporal e descrever o perfil da mortalidade por DCNT no município de Natal-RN. Métodos: Foram analisados os óbitos ocorridos no período de 2000 a 2014, oriundos decorrentes das Neoplasias, Doenças do Aparelho Circulatório, Doenças do Aparelho Respiratório e Diabetes Mellitus. A partir dos dados do VIGITEL foram avaliados os principais fatores associados a estas causas. A tendência foi analisada pelo método de regressão linear simples. Resultados: Foram registrados 34.618 óbitos por DCNT, 49% do sexo masculino e 51% do feminino; as Neoplasias foram responsáveis por 32,4% dos óbitos; as Doenças do Aparelho Circulatório por 49,8%; as Doenças do Aparelho Respiratório por 6,9% e o Diabetes Mellitus por 10,9% dos óbitos. Foi observada tendência de redução da mortalidade pelo conjunto dessas causas; A população acima de 50 anos foi responsável por 88% dos óbitos. Houve redução na prevalência do Tabagismo e sedentarismo, porém aumento de sobrepeso e obesidade. Conclusões: As DCNT representam uma importante causa de morte em indivíduos acima de 50 anos no município de Natal, destacando-se as taxas de mortalidade por Diabetes em mulheres.

  13. Análise da mortalidade numa unidade hospitalar de tuberculose

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Gomes

    2002-05-01

    Full Text Available RESUMO: Efectuámos um estudo transversal que abarcou a totalidade dos doentes falecidos na nossa Unidade, de Abril de 1999 a Abril de 2001.Analisámos: 1 características clínico-epide miológicas referentes à idade, sexo, raça, classificação dos casos de tuberculose (baseada no sistema de notificação da OMS, dias de internamento, número de tratamentos antibacilares prévios e forma de tuberculose; 2 grupos nosológicos, de acordo com infecção VIH e/ou tuberculose multirresistente (TBMR concomitante, patologia associada, complicações e causa de morte; 3 parâmetros laboratoriais à data da admissão (concentração de hemoglobina, neutrófilos totais, leucócitos totais, crea- tinina, TGO, TGP, LDH, amilase, albumina, pH, PaO2, PaCO2, CD4, carga viral e resultados do teste de sensibilidade aos antibacilares.Foram revistos 32 processos clínicos que se distribuíram segundo 4 grupos: VIH(+/TB-11 (34,4%; VIH(+/TBMR-7 (21,9%; TB-10 (31,3%; TBMR-4 (12,4%. Em relação à patologia associada contabilizámos 18 casos de SIDA (56,2%, 6 com doença neoplásica e/ou imunossupressão “minor” (18,8% e 5 casos de doença pulmonar crónica (15,6%. A causa de morte foi atribuída a uma complicação não relacionada com a tuberculose ou patologias associadas em 18 doentes (56,2%, à SIDA em 7 casos (21,9% e à TB também em 7 doentes (21,9%.Concluímos que o grupo cuja causa de morte foi a TB se caracterizou por ser constituído por doentes de escalão etário superior, representando casos novos a que não se associaram complicações; pelo contrário, no grupo cuja causa de morte foi a SIDA figuravam os casos de retratamento por interrupção da terapêutica antibacilar, em doentes maioritariamente mais jovens. Níveis elevados de TGO associaram-se significativamente às complicações relativas ao aparelho cardiovascular

  14. Morbi-mortalidad de la endarterectomía carotídea

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Virginia A. Pujol Lereis

    2011-10-01

    Full Text Available La endarterectomía carotídea (EC en adición al mejor tratamiento médico mostró reducción del riesgo de eventos cerebrovasculares en pacientes sintomáticos y asintomáticos con estenosis moderada-grave del vaso en ensayos clínicos en centros académicos con cirujanos altamente seleccionados. Las principales guías internacionales recomiendan que el procedimiento se realice en centros con morbi-mortalidad auditada menor al 6% para pacientes sintomáticos y 3% para asintomáticos. Evaluamos la morbi-mortalidad peri-procedimiento en nuestro centro. Esta fue definida como la presencia de accidente cerebrovascular, infarto de miocardio y/o muerte dentro de los 30 días de la cirugía. Se indicó el procedimiento en pacientes sintomáticos con estenosis > 50%. En pacientes asintomáticos o sintomáticos con estenosis ≤ 50% se decidió el tratamiento sobre una base caso por caso. Todos los pacientes fueron examinados por un neurólogo y un cardiólogo antes y después de la EC. Se utilizó en forma rutinaria monitoreo intraoperatorio con Doppler transcraneano en los pacientes con adecuada ventana ultrasónica. Se evaluaron 306 endarterectomías carotídeas. No se registraron muertes. La morbilidad perioperatoria fue de 2.6% tanto para individuos sintomáticos como asintomáticos. Estos índices se compararon favorablemente con informes de otros centros de Latinoamérica y Europa. En conclusión, este informe muestra que la EC puede realizarse en la práctica clínica cotidiana con morbi-mortalidad peri-procedimiento dentro de los niveles recomendados por las guías internacionales.

  15. La mortalidad infantil, indicador de excelencia Infant mortality, an indicator of excellence

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Yurima Díaz Elejalde

    2008-06-01

    Full Text Available La mortalidad infantil es un indicador de gran importancia para el Sistema Nacional de Salud cubano y a nivel mundial. Es utilizado para evaluar el estado de salud de la población, por lo que se realizó un estudio descriptivo, retrospectivo y longitudinal con el objetivo de caracterizar el comportamiento de la mortalidad infantil en el municipio de Guanabacoa, desde el 1º de enero de 2000 al 30 de junio de 2005. Se estudió una muestra de 48 defunciones a través de variables maternas y del recién nacido, con la información obtenida de los registros médicos e historias clínicas. Se encontró que la tasa de mortalidad infantil de nuestro municipio, fundamentalmente en los 4 años iniciales, es irregular con tendencia decreciente, siendo las principales causas de muerte las infecciones (37,5 %, la sepsis (14,5 %, la asfixia (10,4 % y las malformaciones congénitas (10,4 %. Las variables maternas afectadas fueron los factores de riesgo en el embarazo: bajo peso materno, la moniliasis vaginal y la anemia ferropénica ; y en el recién nacido, el componente neonatal precoz y el sexo masculino.Infant mortality is an indicator of great importance for the Cuban National Health System and for the world. It is used to evaluate the health status of the population. A descriptive, retrospective and longitudinal study was conducted aimed at characterizing the behavior of infant mortality in the municipality of Guanabacoa from January 1st, 2000 to June 30th, 2005. A sample of 48 deaths was studied through variables of the mother and the newborn obtained from the medical registries and histories. It was found that infant mortality rate in our municipality, mainly in the 4 initial years is irregular with a decreasing trend. The main causes of death are infections (37.5 %, sepsis (14.5 %, asphyxia (10.4 % and congenital malformations (10.4 %. The affected maternal variables were the risk factors during pregnancy: maternal low weight, vaginal moniliasis

  16. Mortalidad y reintervenciones en cirugía general Mortality and reoperations in general surgery

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Zenén Rodríguez Fernández

    2012-11-01

    Full Text Available Introducción: A pesar de que el gran avance tecnológico actual en los métodos diagnósticos y terapéuticos ha permitido que los pacientes con complicaciones posquirúrgicas sean reintervenidos con mayor seguridad, la morbilidad y la mortalidad a causa de estas continúan elevadas. Métodos: Se efectuó un estudio observacional y descriptivo de 42 fallecidos que habían sido reintervenidos en el Servicio de Cirugía General del Hospital Provincial Docente "Saturnino Lora" de Santiago de Cuba, durante el quinquenio 2007-2011. Objetivo: Caracterizar a dichos pacientes según variables seleccionadas e identificar la mortalidad y sus causas. Resultados: El mayor número de fallecimientos se relacionó con la realización de varias reintervenciones después de 10 días de la operación inicial en pacientes de edades avanzadas. Las principales complicaciones que las motivaron fueron: absceso intraabdominal, evisceración, peritonitis residual y dehiscencia de suturas intestinales. Esta serie representó 24,5% del total de reintervenidos y preponderó en los diagnósticos operatorios iniciales: neoplasia de colon, úlcera gastroduodenal complicada y oclusión intestinal. Conclusiones: La edad, el número de reintervenciones, así como el tiempo entre la cirugía inicial y la reintervención elevan el índice de mortalidad, asociada a fallos multiorgánicos.Introduction: Although the current technological breakthrough in diagnostic and therapeutic methods has allowed patients with postoperative complications are more safely reoperated, morbidity and mortality because of these complications are still high. Methods: An observational and descriptive study in 42 dead patients was carried out who had been reoperated at the General Surgery Department of "Saturnino Lora" Provincial Teaching Hospital in Santiago de Cuba during the period 2007-2011. Objective: To characterize these patients according to selected variables and identify mortality and its causes

  17. Factores relacionados con la mortalidad intrahospitalaria en el infarto agudo del miocardio

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Yanier Coll Muñoz

    2012-09-01

    Full Text Available Fundamento: la identificación de los factores relacionados con la mortalidad en el infarto agudo del miocardio representa un eslabón primordial en la evaluación inicial de los pacientes. Objetivo: identificar los factores relacionados con la mortalidad intrahospitalaria de los pacientes con infarto agudo del miocardio, ingresados en la Unidad de Cuidados Intensivos Coronarios de Cienfuegos durante el año 2010. Método: se realizó un estudio de serie de casos, que incluyó 241 pacientes con diagnóstico de infarto agudo del miocardio, ingresados en la Unidad de Cuidados Intensivos Coronarios del Hospital General Universitario Dr. Gustavo Aldereguía Lima de Cienfuegos, en el año 2010. Las variables que se analizaron fueron: edad, sexo, antecedentes patológicos personales, tipo de infarto agudo del miocardio (según electrocardiograma y localización topográfica, frecuencia cardiaca y tensión arterial al ingreso, clasificación de la insuficiencia cardiaca según Killip Kimball, creatinina, glicemia, colesterol total, triglicéridos, CPK-MB, y eventos adversos cardiovasculares durante su estadía hospitalaria. Resultados: la edad media de los pacientes estudiados fue de 65,6 años, con predominio del sexo masculino. La hipertensión arterial, el tabaquismo y el infarto miocárdico previo fueron los antecedentes de mayor interés, predominan los pacientes sin insuficiencia cardiaca y fracción de eyección conservada. Los eventos adversos cardiovasculares más frecuentes fueron: la angina post-infarto, arritmias ventriculares malignas y el choque cardiogénico. Conclusiones: se encontró relación significativa con la mortalidad para la edad avanzada (>70 años, taquicardia, glicemia ≥7 mmol/l al ingreso, y la presentación de arritmias ventriculares y choque cardiogénico durante la evolución intrahospitalaria.

  18. Mortalidad infantil por defectos congénitos en Costa Rica, 1981-2010

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    María de la Paz Barboza-Arguello

    2013-11-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar las tendencias y el impacto de los diferentes tipos de defectos congénitos (DC en la tasa de mortalidad infantil (TMI y neonatal (TMN en Costa Rica para el período 1981-2010. MÉTODOS: Se analizaron datos del Centro Centroamericano de Población, que utiliza las versiones 9 y 10 de la Clasificación Internacional de Enfermedades para clasificar las causas de defunción. Se analizaron tendencias de mortalidad infantil, neonatal y residual. Para cada grupo de DC se construyó un modelo de regresión Poisson Log Lineal. Se obtuvieron las TMI y las TMN y los riesgos relativos correspondientes a las tres décadas 1981-1990, 1991-2000 y 2001-2010, con sus intervalos de confianza de 95% (IC95%. Los estimados se compararon mediante chi cuadrado de Wald. RESULTADOS: Al comparar la década de 1980 con la del 2000, la TMN y la TMI por DC presentó una disminución significativa de 2,37 (IC95%: 2,26-2,48 a 2,13 (2,03-2,23 y de 4,13 (3,99-4,27 a 3,18 (3,05-3,31, respectivamente. Los grupos de DC que registraron una reducción significativa en la TMI fueron: sistema nervioso, digestivo y circulatorio. Con excepción del sistema circulatorio, estos grupos experimentaron una caída significativa en la TMN. En el resto de los grupos se registró un aumento significativo o no hubo cambio. CONCLUSIONES: Se ha producido una disminución de la TMI y la TMN por DC, aunque proporcionalmente estas tasas han crecido debido a un mayor descenso de las otras causas. Esta reducción es mucho menor en la mortalidad neonatal. Se debe fortalecer la prevención primaria y la atención neonatal de los DC.

  19. Envejecimiento poblacional y desigualdades sociales en la mortalidad del adulto mayor en Colombia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juan Carlos Rivillas

    2017-09-01

    Full Text Available Objetivo: analizar la magnitud del envejecimiento poblacional y las desigualdades sociales presentes en la mortalidad del adulto mayor en Colombia. Metodología: estudio ecológico usando datos sub-nacionales de mortalidad, pobreza, barreras de acceso a los servicios de salud y analfabetismo, y de la población adulta mayor para analizar brechas. Se calcularon y compararon tendencias de tres indicadores de impacto: la esperanza de vida (2005-2020, los Índices de envejecimiento y sobre-envejecimiento (2005-2012. Se estimaron tres medidas para resumir la desigualdad absoluta y relativa: el Índice de Desigualdad de la Pendiente (IDP, el Índice Relativo de Desigualdad (IRD de Kunst y Mackenbach, y el Índice de Concentración (IC. Resultados: la proporción de personas mayores será cada vez mayor en Colombia. Las barreras de acceso a los servicios de salud fue la dimensión más inequitativa. Dos patrones de desigualdad fueron identificados: una exclusión marginal en el 60% de los adultos mayores con más ventajas y oportunidades, y un patrón de gradiente lineal presente solo en la incidencia de pobreza. El quintil 3 fue el grupo de departamentos más afectado por la inequidad a lo largo de las dimensiones evaluadas. Discusión: este estudio aporta evidencia sobre patrones de desigualdad en la mortalidad del adulto mayor. A nivel de tendencias, solo fue posible conocer que la brecha ha empeorado en incidencia de pobreza. Conclusiones: las recomendaciones se centran en cinco áreas de acción, para lograr un contexto deseable para el abordaje del envejecimiento poblacional y la reducción de las desigualdades, como desafíos del sistema de salud y de protección social, y que pueden socavar la realización progresiva de la cobertura universal en salud y el logro de los objetivos de desarrollo sostenible para 2030.

  20. EVOLUCIÓN DE LA MORTALIDAD ATRIBUIBLE AL TABACO EN LAS ISLAS CANARIAS (1975-1994

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luis M Bello Luján

    2001-01-01

    Full Text Available Fundamento: El objetivo de este trabajo es describir la mortalidad atribuible al consumo de tabaco en las Islas Canarias durante el período 1975-1994. Método: Las defunciones por edad, sexo y causa desde 1975 a 1994 se obtuvieron del Instituto Nacional de Estadística (Movimiento Natural Población. A partir de las Encuestas de Salud de España y Canarias se tomaron los porcentajes de nunca fumadores, fumadores y ex-fumadores de la población canaria por edad y sexo. Los riesgos relativos de muerte se obtuvieron del Cancer Prevention Study II, llevado a cabo en Estados Unidos de América. Se calculó la proporción de muertes atribuibles al tabaco para cada año, sexo y grupo de edad a partir de la fracción atribuible poblacional. Así mismo, se calculó la tendencia de la mortalidad atribuible para dicho período expresada como el cambio porcentual medio anual de las tasas de la mortalidad ajustadas por edad, mediante un modelo log-lineal. Resultados: Durante el período 1975-1994, el número de fallecimientos atribuidos al tabaco aumentó un 64%. Por grandes causas, se observó en el período de estudio, un aumento de las neoplasias del 108%, una disminución de las enfermedades cardiovasculares del 32% y un incremento de las enfermedades respiratorias del 15,5%. Se observó también que el número de fallecidos aumenta con la edad, siendo el grupo de edad de 65 años y más en el que se presentan más muertes por el tabaco. Conclusiones: En las Islas Canarias, más del 20% de todas las muertes en 1994 se pueden atribuir al tabaco. Esto sugiere que las medidas introducidas para controlar el tabaquismo son insuficientes.

  1. Mortalidade de crianças com doença falciforme: um estudo de base populacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Paula Pinheiro Chagas Fernandes

    2010-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Caracterizar os óbitos das crianças com doença falciforme (DF triadas no estado de Minas Gerais e acompanhadas na Fundação Hemominas. MÉTODOS: Coorte de crianças diagnosticadas pelo Programa de Triagem Neonatal de Minas Gerais (março/1998 - fevereiro/2005. Os óbitos foram identificados pela busca ativa das crianças ausentes nas consultas agendadas nos hemocentros. Dados clínicos e epidemiológicos foram coletados dos documentos de óbito, banco de dados da triagem neonatal, prontuários médicos e em entrevistas com as famílias. RESULTADOS: Foram triadas 1.833.030 crianças no período, sendo 1.396 com DF (1:1.300. Ocorreram 78 óbitos: 63 em crianças com genótipo SS, 12 em crianças com genótipo SC e três em crianças com genótipo S/β+ talassemia. Cinquenta e seis crianças (71,8% morreram antes dos 2 anos de idade; 59 morreram em hospitais e 18 no domicílio ou trânsito. Causas de óbito pelo atestado (n = 78: 38,5% infecção; 16,6% sequestro esplênico agudo; 9% outras causas; 15,4% sem assistência médica; e 20,5% indeterminada. Segundo as entrevistas (n = 52, o sequestro esplênico foi responsável por quase 1/3 dos óbitos, contrastando com a porcentagem de apenas 14% registrada nos atestados de óbito. As probabilidades de sobrevida aos 5 anos (erro padrão da média para crianças SS, SC e Sβ+ talassemia foram: 89,4 (1,4, 97,7 (0,7 e 94,7% (3,0, respectivamente (SS versus SC, p < 0,0001. CONCLUSÕES: Mesmo em um programa de triagem neonatal com rigoroso controle do tratamento, a probabilidade de óbito em crianças com genótipo SS ainda é elevada. Os óbitos com causa indeterminada indicam dificuldades no reconhecimento da DF e das suas complicações. Esforços educativos dirigidos a profissionais da saúde e familiares devem ser incrementados para diminuir a mortalidade pela DF.

  2. Factores asociados a la mortalidad global en los pacientes diagnosticados de enfermedad pulmonar obstructiva crónica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Josep Montserrat-Capdevila

    2015-10-01

    Conclusiones: La aplicación de estas variables, fáciles y factibles de recoger en la práctica clínica, permitiría identificar a aquellos pacientes con mayor riesgo de mortalidad y que podrían beneficiarse de estrategias preventivas/terapéuticas para conseguir aumentar la supervivencia.

  3. Mortalidade de adolescentes em área urbana da região Sudeste do Brasil, 1984-1993

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lyra Sílvia M. Kawata

    1996-01-01

    Full Text Available Analisa-se a mortalidade de adolescentes no Município de Botucatu, Estado de São Paulo, Brasil, no período de 1984 a 1993, segundo dois subgrupos (10 a 14 e 15 a 19 anos, sexo, ocupação e causas de óbito. Os dados de óbitos foram obtidos no Setor de Estatística do Centro de Saúde-Escola. As estimativas populacionais foram calculadas com base nos censos demográficos. Observou-se variação dos coeficientes de mortalidade nos diferentes anos e maior mortalidade no grupo masculino de 15 a 19 anos, atingindo tanto estudantes como trabalhadores. Houve predomínio de causas externas de mortalidade, principalmente acidentes de trânsito e ferimento por arma de fogo, exigindo averigüação de seus determinantes e o desenvolvimento de programas de saúde destinados aos adolescentes, suas famílias e à sociedade, considerando-se que as causas de morte são evitáveis e preveníveis.

  4. Comorbilidad como predictor de utilización de servicios sanitarios y mortalidad en pacientes con diabetes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patricia Carrera-Lasfuentes

    2015-01-01

    Conclusiones: El sistema ACG permite predecir el consumo de recursos y la mortalidad de este colectivo en nuestro medio. Este estudio confirma la importante carga asistencial que generan los enfermos de diabetes mellitus y subraya la necesidad de tomar medidas al respecto.

  5. Tendencia de la tasa de mortalidad en una prisión española (1994-2004

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Enrique Jesús Vera Remartínez

    2005-01-01

    Full Text Available Fundamento: Hay pocos trabajos sobre mortalidad en el ámbito penitenciario. El objetivo es describir las causas, tasas de mortalidad y su tendencia en una prisión española. Métodos: Estudio descriptivo, de los fallecimientos en una prisión entre 01-01-1994 y 31-12-2004. Se recogieron las variables edad, sexo, fecha del óbito, serología VIH, número de CD4+ en su caso, y causa de muerte según la clasificación: muerte por VIH, por enfermedad no VIH, suicidio, intoxicación por drogas, y accidentes. Previa estandarización indirecta de tasas, comparamos la mortalidad del Centro con la del resto de las prisiones españolas. Establecimos la tendencia de las tasas de mortalidad mediante un modelo de regresión lineal. Resultados: 42 muertes, 41 hombres, 1 mujer. Mediana de edad de 33,10 años (27,72 - 36,12; IQR: 8,40. 30 (71,4% VIH+, con mediana de 177 linfocitos CD4+/µl 20 pacientes (45,24% fallecieron por VIH, 15 (38,10% por enfermedades no VIH, 3 (7,14% suicidios, 3 (7,14% intoxicaciones por drogas y 1 (2,38% accidentalmente. Las tasas crudas de mortalidad estuvieron entre 12,605‰ internos/año en 1997 y 1,758‰ internos/año en 2003, con tendencia descendente a razón de 0,976 muertes‰ internos/año (IC95%: 0,399-1,552; p=0,004. Estandarizando tasas nos corresponderían 28,6 muertes esperadas en el período, con una SMR de 1,4679. Conclusiones: Aunque la tendencia es descendente, la tasa de mortalidad obtenida en el período estudiado fue mayor que la esperada. La principal causa de mortalidad fue el síndrome de inmunodeficiencia adquirida.

  6. O escore de risco de sangramento como preditor de mortalidade em pacientes com síndromes coronarianas agudas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Carlos Nicolau

    2013-12-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A ocorrência de sangramento aumenta a mortalidade intra-hospitalar em pacientes com síndromes coronarianas agudas (SCAs, e há uma boa correlação entre os escores de risco de sangramento e a incidência de eventos hemorrágicos. No entanto, o papel dos escores de risco de sangramento como fatores preditivos de mortalidade é pouco estudado. OBJETIVO: Analisar o papel do escore de risco de sangramento como fator preditivo de mortalidade intra-hospitalar numa coorte de pacientes com SCA tratados num centro terciário de cardiologia. MÉTODOS: Dos 1.655 pacientes com SCA (547 com SCA com supra de ST e 1.118 com SCA sem supra de ST, calculou-se o escore de risco de sangramento ACUITY/HORIZONS prospectivamente em 249 pacientes e retrospectivamente nos demais 1.416. Informações sobre mortalidade e complicações hemorrágicas também foram obtidas. RESULTADOS: A idade média da população estudada foi 64,3 ± 12,6 anos e o escore de risco de sangramento médio foi 18 ± 7,7. A correlação entre sangramento e mortalidade foi altamente significativa (p < 0,001; OR = 5,29, assim como a correlação entre escore de sangramento e hemorragia intra-hospitalar (p < 0,001; OR = 1,058, e entre escore de sangramento e mortalidade intra-hospitalar (OR ajustado = 1,121, p < 0,001, área sob a curva ROC 0,753; p < 0,001. O OR ajustado e a área sob a curva ROC para a população com SCA com supra de ST foram 1,046 (p = 0,046 e 0,686 ± 0,040 (p < 0,001, respectivamente, e para SCA sem supra de ST foram 1,150 (p < 0,001 e 0,769 ± 0,036 (p < 0,001, respectivamente. CONCLUSÃO: O escore de risco de sangramento é um fator preditivo muito útil e altamente confiável para mortalidade intra-hospitalar em uma grande variedade de pacientes com SCAs, especialmente aqueles com angina instável ou infarto agudo do miocárdio sem supra de ST.

  7. Biossorção de níquel e cromo de um efluente de galvanoplastia utilizando alga marinha pré-tratada em coluna - DOI: 10.4025/actascitechnol.v31i2.864

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Teresinha Veit

    2009-06-01

    Full Text Available Este trabalho teve por objetivo o estudo da biossorção dos íons cromo e níquel presentes no efluente do processo de uma indústria de galvanoplastia, utilizando como biossorvente a biomassa de alga marinha pré-tratada Sargassum filipendula. As condições de operação da coluna foram: massa de biossorvente de 8 g, pH do efluente de alimentação 3,85, temperatura de 30ºC, vazão de 6 mL min.-1 e concentrações iniciais de alimentação (cromo+níquel de 7,12 e 3,66 meq L-1. Foi empregado um modelo matemático para representar a dinâmica da biossorção em coluna de leito fixo. O modelo da isoterma multicomponente de Langmuir (qm= 2,78 meq g-1, bCr = 0,85 L meq-1, bNi = 0,08 L meq-1 foi utilizado para representar os dados de equilíbrio da coluna e para simular a dinâmica de biossorção dos íons. Os resultados da simulação demonstraram que o modelo matemático empregado foi capaz de descrever satisfatoriamente a complexa dinâmica de biossorção dos íons presentes no efluente.

  8. Uma avaliação do Sistema de Informações sobre Mortalidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rinaldo Macedo de Morais

    Full Text Available RESUMO O artigo avalia indicadores de qualidade do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM com profissionais e gestores. Cada indicador foi analisado com uso de oscilador estocástico para avaliação qualitativa de escalas Likert. A avaliação indicou que o SIM possui funcionalidades que atendem os usuários, é efetivo à gestão, apresenta desempenho adequado, possibilita auditoria e rastreamento de acessos e operações, possui mecanismos que garantem a recuperação de dados em situações de falhas e possui uma interface robusta. Os indicadores de interoperabilidade foram mal avaliados, confirmando relatos sobre falta de integração, fragmentação e duplicidade de informações nos sistemas de informação de saúde do Sistema Único de Saúde.

  9. Morbilidad y mortalidad por infecciones posoperatorias Morbidity and mortality from postoperative infections

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Izvieta Despaigne Alba

    2013-03-01

    Full Text Available Introducción: a pesar de los avances de las técnicas quirúrgicas, anestésicas y de la biotecnología, las infecciones continúan aumentando la morbilidad y mortalidad del paciente operado. En este trabajo nos proponemos como objetivo determinar la morbilidad y mortalidad por infecciones posquirúrgicas según algunos factores que inciden en su aparición. Métodos: se realizó un estudio descriptivo, observacional y transversal de 207 pacientes ingresados y operados de cirugías mayores que presentaron infecciones posoperatorias en el Servicio de Cirugía General del Hospital Provincial Docente "Saturnino Lora" de Santiago de Cuba, durante el trienio 2008-2010. Resultados: la tasa global de infecciones posquirúrgicas fue de 4,6 %, mientras que la de heridas limpias representó 1,6 %. El número de intervenciones urgentes y su tasa de infección posoperatoria global superaron los de las electivas. Las infecciones incisionales superficiales, seguidas de las localizadas en órgano y espacio fueron las más frecuentes. El tiempo quirúrgico y la estadía hospitalaria promedio se elevaron en los pacientes infectados. Fallecieron 16 integrantes de la casuística, para una tasa de mortalidad de 7,7 %, atribuible fundamentalmente a la infección generalizada y el choque séptico. Conclusiones: el grado de contaminación y el tipo de cirugía se relacionaron significativamente con la aparición de las infecciones posquirúrgicas, aunque también pueden incidir las características clínico-epidemiológicas de los pacientes y la prolongación del tiempo quirúrgico, en tanto que las tasas de las infecciones posoperatorias en general y de las de heridas limpias en particular, se consideraron aceptables, así como bajas las de mortalidad al compararlas con los informes nacionales y extranjeros sobre el tema.Introduction: Despite the advances in the surgical and anesthetic techniques and in biotechnology, infections are still increasing the morbidity

  10. Médicos de la familia ante los traumatismos del sistema nervioso: Pueden disminuir la mortalidad?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ramiro Pereira Riverón

    1998-10-01

    Full Text Available La mortalidad y las secuelas permanentes de los pacientes con traumatismos craneoencefálicos o raquimedulares graves, pueden disminuir por acciones de los médicos generales integrales y otros miembros de las áreas de salud. Aparte del esencial trabajo de prevención de accidentes, impedir o tratar rápidamente la hipoxia y la hipotensión arterial postraumática son factores decisivosThe mortality and permanent sequelae of patients suffering from severe head or spinal cord injuries may be reduced by the actions of the specialists in general comprehensive medicine and other members of the health area. Besides the essential work carried out to avoid accidents, to prevent or treat the posttraumatic hypoxia and arterial hypertension quickly are also decisive factors

  11. Mortalidad de vertebrados en la carretera Guanare-Guanarito, estado Portuguesa, Venezuela

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andrés Eloy Seijas

    2013-12-01

    Full Text Available Uno de los aspectos más investigados en relación a la “ecología de la carretera” es el atropellamiento de vertebrados silvestres. Se evaluó la distribución espacial y temporal de los atropellos de vertebrados en la carretera Guanare-Guanarito, estado Portuguesa, Venezuela. Desde 2008 hasta el 2010 se realizaron 26 viajes en carro a lo largo de 74km, a 50-60km/h, para un total recorrido de 1 924km. Se encontraron 464 animales muertos: 66 aves (25 especies, 130 mamíferos (15 especies y 268 reptiles (18 especies. La serpiente Leptodeira annulata (n=119, el rabipelado Didelphis marsupialis (n=39 y la baba Caiman crocodilus (n=33 fueron las especies con mayor frecuencia de atropellos. Excluyendo a los animales domésticos, se localizaron 0.2282indviv./km; cifra 28.30% mayor que la reportada en estudios previos en la misma vía. Los cambios en la frecuencia relativa de atropellos de algunas especies con respecto a los reportados hace 20 años, se relacionan con el incremento en el flujo vehicular y por modificaciones en el uso de la tierra. Se identificaron segmentos donde el número de individuos atropellados supera al esperado por azar. Los atropellos pudieran ser la principal causa de mortalidad para especies como el oso melero (Tamandua tetradactyla y el oso hormiguero (Myrmecophaga tridactyla, esta última considerada como una especie vulnerable. Se recomiendan algunas medidas básicas para disminuir la mortalidad de fauna en la carretera.

  12. Determination of essential elements in edible seaweed by neutron activation analysis; Determinacao de elementos essenciais em algas marinhas comestiveis por analise por ativacao neutronica

    Energy Technology Data Exchange (ETDEWEB)

    Alves, Cassio Bessa Lima; Maihara, Vera Akiko, E-mail: cassio_man@hotmail.com, E-mail: vmaihara@ipen.br [Instituto de Pesquisas Energeticas e Nucleares (IPEN/CNEN-SP), Sao Paulo, SP (Brazil)

    2013-07-01

    Comestible marine algae are gaining wider global trade, not only because of the taste but also the nutritional quality they present. They are rich in protein, fiber, vitamins and are excellent sources of essential elements due to their ability to absorb substances storing them in their bodies. its chemical composition varies according to the species, habitat, maturity and environmental conditions which are submitted. The method of Neutron Activation Analysis was used to determine the essential elements Cl, K, Mg, Mn and Na present in marine algae from different countries, which are sold in the city of Sao Paulo. A total of 6 samples of marine algae were analyzed, 4 species of Nori (Porphyra umbilicates) from China, Korea, Japan and USA; 1 of Hijiki (Hijikia fusiforme) species from Japan; and 1 species of Kombu (Laminaria sp.) of South Korea. To validate the methodology used was the reference material NIST SRM 1577b Bovine Liver. The concentrations range from 5265-1175 μg/g to CL; from 14413-90261 μg/g to K; from 3007-7091 μg/g to Mg; from 2,3-33,8 μg/g to Mn and from 5161-24973 μg/g to Na.

  13. Comparação da mortalidade neonatal em recém-nascidos de muito baixo peso ao nascimento, em maternidades do Município do Rio de Janeiro, Brasil Comparison of neonatal mortality in very low birth weight newborns at maternity hospitals in the city of Rio de Janeiro, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Luiz Muniz Bandeira Duarte

    2005-10-01

    Full Text Available Foi realizada a comparação das taxas de mortalidade neonatal em quatro maternidades do Município do Rio de Janeiro, Brasil. A população estudada foi de recém-nascidos com peso inferior a 1.500g. O instrumento utilizado foi um questionário com dados informados pela mãe e o prontuário médico. Foram calculados, para cada instituição, as Razões Padronizadas de Mortalidade (RPM com o método direto e indireto, tendo como padrão a distribuição por peso do National Institute of Child Health and Human Development Neonatal Research. A amostra final apresentou 487 recém-nascidos. As padronizações pelo método direto e indireto mostraram elevadas taxas de mortalidade em todas as instituições; as que apresentaram a maior quantidade de recém-nascidos nas faixas com os menores pesos, foram aquelas que mostraram os menores valores de RPM. A menor razão de mortalidade por faixa de peso foi encontrada na faixa de peso entre 500 e 749g. Os resultados da RPM estão inversamente associados ao quantitativo populacional de recém-nascidos nas faixas com os menores pesos. Os coeficientes de mortalidade mostraram taxas altas, principalmente nas faixas de peso mais elevados. Os resultados apontam para uma qualidade deficiente na atenção perinatal.This study was a comparison of neonatal mortality rates in four maternity hospitals in the city of Rio de Janeiro, Brazil. The study population consisted of newborns with birth weight below 1,500g. The research instrument was a questionnaire with data reported by the mother and collected from the patient record. For each maternity hospital the standardized mortality ratio (SMR was calculated using the direct and indirect method, using the weight distribution of the National Institute of Child Health and Human Development Neonatal Research as the standard. The final sample consisted of 487 newborns. Standardizations by the direct and indirect method showed high mortality rates in all four institutions

  14. Internamento devido a PAC por Streptococcus pneumoniae - Avaliação de factores de mortalidade Streptococcus pneumoniae - caused CAP in hospitalised patients: mortality predictors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sandra Figueiredo

    2008-10-01

    Full Text Available A avaliação da gravidade perante qualquer caso de pneumonia adquirida na comunidade (PAC é de suma importância, pois dela decorrem decisões como a necessidade de internamento e o tratamento empírico inicial. Os autores apresentam um estudo retrospectivo, que incluiu doentes internados devido a pneumonia por Streptococcus pneumoniae durante o ano de 2006, no Hospital de São João. A confirmação etiológica de infecção foi feita por isolamentos no sangue, líquido pleural, secreções traqueobrônquicas, lavado brônquico, lavado broncoalveolar e pesquisa de antigenúria. Foram analisados os factores de risco e avaliados, com base nas normas PSI (Pneumonia Severity Index e da British Thoracic Society (BTS - CURB-65. A análise estatística foi efectuada utilizando teste T para amostras independentes e ANOVA, usando o programa de análise estatística SPSS 14.0. Foram incluídos 104 doentes com idade mediana de 63 anos, sendo 67,3% do sexo masculino. O estudo revelou existir uma associação com significado estatístico entre os resultados de PSI e CURB-65 e a evolução para a mortalidade. Apesar da melhoria dos meios diagnósticos e profilácticos, e da terapêutica antibiótica, a pneumonia pneumocócica permanece uma entidade de grande morbilidade e mortalidade. O valor preditivo das normas PSI e CURB-65 foi confirmado nesta população de doentes, documentando uma correlação entre o número de factores de risco e a evolução da doença.Probably the most important decision in the management of Community-Acquired Pneumonia (CAP is patient site of care. Patients with Streptococcus pneumoniae-caused CAP admitted to our hospital between 1st January and 31st December 2006 were retrospectively analysed. Samples of blood, sputum, bronchial and bronchoalveolar lavage and urine were collected for microbiological testing using standard culture techniques and urine antigen detection. Pneumonia Severity Index (PSI and British Thoracic Society

  15. Trends of stroke subtypes mortality in Sao Paulo, Brazil (1996-2003 Tendência da mortalidade pelos subtipos da doença cerebrovascular (1996-2003

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo A. Lotufo

    2005-12-01

    Full Text Available The decline of stroke mortality rates has been described in Brazil; however, there is no data about stroke subtypes. We described the changes of stroke mortality rates in the city of Sao Paulo (1996-2003 emphasizing intracerebral hemorrhage and cerebral infarction. We categorized mortality data by gender and 10-year age-strata from 30 to 79 years-old. For men, an annual reduction of all types of stroke (-3.9%, and of stroke subtypes as intracerebral hemorrhage (-3.0% and cerebral infarction was observed (-2.7% as well as, a decline of ill-defined stroke (-7.4%. For women, a decline was observed for all types of stroke (-3.3% and for ill-defined stroke (-12%. However, the switch of ill-defined cases to stroke subtype categories due to a better clinical diagnosis blurred a real decline of both cerebral infarction and intracerebral hemorrhagic stroke among women.O declínio da mortalidade pela doença cerebrovascular no Brasil é conhecido, porém há poucos dados sobre a evolução temporal dos dois principais subtipos, a hemorragia parenquimatosa e o infarto cerebral. As modificações temporais dos subtipos de doença cerebrovascular foram estudadas na cidade de São Paulo entre 1996 e 2003 por gênero e faixa etária decenal entre os 30 e 79 anos. Para os homens detectou-se redução anual para todo os tipos (-3,9%, para hemorragia parenquimatosa (-3,0%, para infarto cerebral (-2,7% bem como para os casos mal definidos (-7.4%. Para as mulheres somente houve variação significativa para todos os tipos da doença cerebrovascular (-3,3% e para os casos mal definidos (-12%. Concluindo, as taxas de doença cerebrovascular estão em queda, porém entre as mulheres devido à melhoria do diagnóstico clínico houve migração de casos mal definidos para casos bem definidos. Devido a isso não foi possível detectar declínio nas taxas de mortalidade pelos subtipos de doença cerebrovascular.

  16. Crisis económica al inicio del siglo xxi y mortalidad en España. Tendencia e impacto sobre las desigualdades sociales. Informe SESPAS 2014

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Miguel Ruiz-Ramos

    2014-06-01

    Full Text Available El objetivo de este estudio es analizar el impacto de la actual crisis económica en la evolución de la mortalidad en España y sus efectos sobre las desigualdades sociales en la mortalidad en Andalucía. Se han utilizado las defunciones procedentes de las estadísticas vitales del Instituto Nacional de Estadística para los años 1999 a 2011, así como la población correspondiente del padrón municipal de habitantes. Se calcularon tasas ajustadas de mortalidad general y específica por sexo y edad. Para estimar las tasas de mortalidad general y las razones de tasas según el nivel de estudios, entre 2002 y 2010 se utilizó la Base de Datos Longitudinal de Población de Andalucía (cohorte censal del 2001. Los porcentajes de cambio anuales y las tendencias se calcularon mediante regresión joinpoint. En España no se observa ningún cambio de tendencia significativo en la mortalidad a partir de 2008. Desde 1999 se mantiene una tendencia descendente, en ambos sexos y por todas las causas, excepto en las enfermedades del sistema nervioso. La mortalidad por accidentes de tráfico acelera su decrecimiento desde 2003. Los suicidios no modifican su tendencia negativa a lo largo del periodo. En Andalucía, las desigualdades sociales en la mortalidad general aumentaron en los hombres desde el inicio de la crisis, en el año 2008, fundamentalmente por un mayor descenso en la mortalidad en los de mayor nivel de estudios que en el resto, en un contexto de descenso de la mortalidad. En las mujeres no se observan cambios en el patrón de desigualdad.

  17. Mortality within the endovascular treatment in Stanford type B aortic dissections Mortalidade no tratamento endovascular nas dissecções aórticas tipo B

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Fioranelli

    2011-06-01

    Full Text Available BACKGROUND: Endovascular stent-graft repair of aortic dissections is a relatively new procedure, and although apparently less invasive, the efficacy and safety of this technique have not been fully established. OBJECTIVE: To evaluate mortality in patients with complicated Stanford type B aortic dissections submitted to endovascular treatment. METHODS: Clinical, anatomical, imaging and autopsy data of 23 patients with complicated type B aortic dissections were reviewed from November 2004 to October 2007. The main indications for transluminal thoracic stent-grafting included: persistent pain in spite of medical therapy, signs of distal limb ischemia, signs of aortic rupture, progression of aneurismal dilation of the descending aorta during follow-up (defined as a diameter > 50 mm and the diameter of descending thoracic aorta of 40mm or larger at the onset of aortic dissection. Data were analyzed statistically; all p-values were two-tailed and differences INTRODUÇÃO: O tratamento endovascular na dissecção de aorta é um procedimento relativamente novo e, embora aparentemente menos invasivo, a eficácia e a segurança dessa técnica não estão totalmente estabelecidas. OBJETIVO: Avaliar a mortalidade e complicações nos pacientes submetidos a tratamento endovascular na dissecção de aorta tipo B de Stanford. MÉTODOS: Foram revisados, a partir de novembro de 2004 a outubro de 2007, em estudo clínico, anatômico, de imagens e dados da autopsia de 23 pacientes com dissecção aórtica tipo B. As principais indicações para o procedimento foram: dor persistente apesar da terapia médica, sinais de isquemia distal do membro, sinais de ruptura da aorta, progressão da dilatação do aneurisma da aorta descendente, durante o seguimento (definida como um diâmetro > 5 cm e descendente da aorta torácica de 40 mm ou mais de diâmetro no início da dissecção aórtica. Os dados foram analisados estatisticamente considerados erro alfa de 5%. As vari

  18. Contaminação e toxicidade de microplásticos em uma área de proteção marinha costeira

    OpenAIRE

    Pablo Pena Gandara e Silva

    2016-01-01

    Os plásticos têm trazido grandes benefícios aos humanos, sendo utilizados em diversas atividades como em aplicações médicas, entretenimento e na indústria de alimento. O uso crescente de plástico e seu descarte não adequado têm contribuído para o acúmulo deste detrito no meio ambiente, em especial nos oceanos onde tendem a acumular. Dentre os detritos de plástico de maior importância atualmente estão os microplásticos, que são partículas de plástico de tamanho entre 1 μm e 5 mm. Os princ...

  19. Estudo microbiológico do sal (Cloreto de sódio de origem marinha Microbiological study of marine salt (sodium chloride

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Niber da Paz Moreira da Silva

    1976-01-01

    Full Text Available Foram analisadas 19 amostras de SAL (NaCl, tipo grosso, oriundas de diferentes salinas, para verificação da flora microbiana e presença de bactérias nocivas em Microbiologia Alimentar. O material apresentou grande contaminação por microrganismos saprófitas, bactérias aeróbias e anaeróbias, Gram positivas e negativas, proteolíticas, pigmentadas, esporuladas, leveduras e fungos. A alta incidência das bactérias halofílicas "vermelhas", responsáveis pela deterioração de carnes, pescados e outros produtos salgados foi estudada. A freqüência, em 15 amostras de SAL, de bactérias esporuladas termorresistentes foi calculada em 33%, possuindo um SAL germe termofílico. Para anaeróbios a positividade foi de 80%, havendo esporulação em 40% das culturas isoladas. Os índices para leveduras e fungos foram de 73% e 93%, respectivamente.19 samples of marine salt (NaCl, granular type, from different salines, were analized to verify the microbial flora and the presence of "food-poisoning" bacteria. The material presented a great contamination by saprofit microorganisms, aerobic and anaerobic bacteria Gram positives and negatives, proteolitics, pigmented, sporulated, yeast and fungi. The high incidence of "red halophilic bacteria", responsible for meat deterioration, fish and other salted products, was studied. The frequence, in 15 samples of salt, of sporulated heat-resistant bacteria was estimated at 33% containing one salt termophilic germ. For anaerobic microorganisms the positiveness reached 80%, sporulation processed in 40% of the isolated cultures. The index for yeast and fungi was 73% and 93%, respectively.

  20. Cifras del retroceso: el deterioro relativo de la tasa de mortalidad infantil de Argentina en la segunda mitad del siglo XX

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Carlos Escudero

    2006-01-01

    Full Text Available Se compara la evolución histórica de la tasa de mortalidad infantil de Argentina con la de otros países americanos en la segunda mitad del siglo XX. También se compara la evolución histórica de la tasa de mortalidad infantil de la Ciudad Autónoma de Buenos Aires y la del Gran Buenos Aires con la de otras ciudades de América y del mundo. Esto muestra el deterioro relativo de la posición de Argentina con respecto a su nivel de mortalidad infantil.

  1. Causas de mortalidad a consecuencia de la vejez en Jerez de los Caballeros (Badajoz, España en el siglo XIX

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisco Javier Suárez Guzmán

    2015-04-01

    Conclusión. Las enfermedades relacionadas con el envejecimiento causaron 204 defunciones, el 1.1% del total de la mortalidad de la población durante el siglo XIX, correspondiendo a la decimosegunda causa de mortalidad en la población. La mayor mortalidad se da entre los 75 y 84 años con 85 defunciones (41.7%. Las mujeres presentan las cifras más elevadas: 128 fallecimientos (62.7%. Enero es el mes con más óbitos.

  2. Trabalho prático em instalação de distribuição por grosso de animais vivos na área de aquariofilia ornamental marinha

    OpenAIRE

    Silva, Ana Margarida Machado Pestana da

    2013-01-01

    Relatório de estágio para obtenção do Grau de Mestre em Aquacultura apresentada à ESTM - Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar do Instituto Politécnico de Leiria. A aquariofilia é o gosto e/ou prática da manutenção de peixes, plantas e todos os outros organismos aquáticos em aquários ou em tanques naturais ou artificiais, com fins ornamentais ou científicos, combinando o senso estético com vários conhecimentos técnicos. O comércio em aquariofilia é constituído por uma cadeia co...

  3. EFECTO DEL SISTEMA DE PRODUCCION, DE LA EPOCA DE NACIMIENTO Y DEL SEXO SOBRE LA MORTALIDAD NEONATAL DE CORDEROS PELIBUEY

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Julio Macedo Barragán

    2009-08-01

    Full Text Available Se realizó un estudio en Tecomán, Colima, México con el objetivo de determinar la influencia del sistema de producción (intensivo, extensivo, de la época del año (lluvias, secas y del sexo (macho, hembra sobre la mortalidad neonatal de corderos Pelibuey. En ambos sistemas productivos se registró la causa de muerte, el sexo de la cría y la época del año durante la cual ocurrió y se determinaron los factores de riesgo de mortalidad neonatal por medio de Regresión Logística. Adicionalmente se determinó la prevalencia por causas mortalidad para las variables sistema de producción, época del año y sexo, mismos que fueron comparados por medio de pruebas Z para proporciones. La tasa de mortalidad en el sistema extensivo fue del 30.96% mientras que en el intensivo fue 4.61%. La principal causa de mortalidad fue el síndrome de inanición-exposición con una prevalencia del 20.36 y del 3.41% en el sistema extensivo e intensivo respectivamente con una baja prevalencia de pérdidas por enfermedades infecciosas. Los corderos nacidos en el sistema de producción extensivo presentaron 9.75 veces más probabilidades de morir antes del destete que aquellos nacidos en un sistema intensivo, mientras que los corderos nacidos en la época de secas y los machos tuvieron un 0.69 y un 0.68 más posibilidades de morir que aquellos nacidos durante la época de lluvias y las hembras respectivamente. No se observó efecto entre sexos o entre época del año sobre las distintas causas de mortalidad en ninguno de los dos sistemas de producción estudiados.

  4. Efecto protector del apoyo social en la mortalidad en población anciana: un estudio longitudinal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nebot Manel

    2002-01-01

    Full Text Available Fundamentos: El objetivo principal del estudio es analizar la relación entre el apoyo social y la mortalidad en una cohorte de población de 60 años o más, residente en Barcelona y no institucionalizada, observada durante el período de seguimiento de 1996 a 1999, con el objetivo de analizar la relación entre el apoyo social y la mortalidad en las personas que constituyen la cohorte. Métodos: En 1996 se realizó una entrevista telefónica a 755 personas (316 hombres y 439 mujeres que habían sido entrevistadas en la encuesta de salud de Barcelona de 1992, y que en ese año tenían 60 años o más. En el cuestionario se recogían variables socio-demográficas, de morbilidad y estado de salud, de apoyo social y de red social. Se han registrado los fallecimientos ocurridos entre 1996 y 1999. Se ha utilizado la regresión logística para analizar la asociación del apoyo social con la mortalidad. Resultados: El número de defunciones durante este período fue de 55 (5,9% de las mujeres y 9,2% de los hombres. Entre las variables que reflejan el apoyo social para los hombres, únicamente la situación de convivencia mostró en el análisis bivariado una asociación significativa con la mortalidad, que fue superior para los hombres que vivían con otros familiares pero no si vivían con su esposa o compañera (OR=3,7; IC 95% 1,4-9,6. Entre las mujeres, la existencia de apoyo vecinal, el tamaño de la red familiar, el número de contactos con la red comunitaria y la situación de convivencia se asociaron a la mortalidad en el análisis bivariado, aunque en la regresión logística multivariada, únicamente el apoyo vecinal (OR=3,6; IC:1,1-11,1 mantuvo una asociación significativa. Conclusiones: Los resultados muestran una asociación de las variables de apoyo social con la mortalidad. La relación entre las diversas variables de apoyo social, y los posibles mecanismos de prevención deberían ser abordados en futuros estudios.

  5. Morbilidad y mortalidad por enfermedades infecciosas intestinales (001-009: Cuba, 1980-1999

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raúl L. Riverón Corteguera

    2000-06-01

    Full Text Available En los últimos 20 años la mortalidad por enfermedades infecciosas intestinales en menores de 5 años en el mundo se ha reducido de manera significativa; sin embargo, en 1998 se registraron en el nivel mundial 2,2 millones de defunciones en los menores de 5 años. En la actualidad todavía la mortalidad seconsidera un problema de salud muy serio, sobre todo en los países subdesarrollados. En Cuba, la mortalidad por estas enfermedades en los menores de 5 años se ha reducido de manera notable, aunque la morbilidad constituye un problema importante de salud en ciertos meses del año por las alzas estacionales de la enfermedad. Este artículo muestra los resultados del trabajo desplegado a partir de 1980 en el cual se puso en ejecución el Programa Mundial de Control de las Enfermedades Diarreicas por la Organización Mundial de la Salud, que en Cuba es una continuación del Programa Nacional de Lucha contra la Gastroenteritis que se inició en 1962. Los datos de morbilidad se ofrecen desde 1985 según diferentes grupos de edades. Las reducciones en la morbilidad han sido discretas; en los menores de 1 año fue del 30,8 %; en el grupo de 1 a 4 años, 8,0 %; en los menores de 5 años del 20,1 %; en los de 5 a 14 años del 3,5 % y en los menores de 15 años del 15,8 %. Las tasas de mortalidad disminuyeron en el período de 1980 a 1999 en el 91,0 % en los menores de un año; el 50,0 % en los niños de 1 a 4 años; 85,7 % en menores de 5 años; en 66,7 % en el grupo de 5 a 14 años, y en 81,1 % en los menores de 15 años. Los elementos fundamentales que han contribuido a esta disminución en la mortalidad por enfermedades diarreas han sido, en primer lugar el uso de las sales de rehidratación oral, en la prevención y tratamiento de la deshidratación, el uso racional de antimicrobianos, el incremento de la lactancia materna exclusiva, la capacitación de los recursos humanos, el tratamiento intensivo por parte de nuestros profesionales de la salud

  6. Peso corporal e comorbilidade são indicadores da mortalidade em doentes com DPOC sob oxigenioterapia Body weight and comorbidity predict mortality in COPD patients treated with oxygen therapy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    S Marti

    2007-01-01

    Full Text Available A doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC é uma patologia comum, afectando 4-9% da população adulta. Em comparação com outras doenças, a mortalidade relacionada com a DPOC continua a aumentar na população em geral. É uma doença progressiva que conduz, usualmente, a insuficiência respiratória e à morte. A oxigenioterapia de longa duração constitui o único tratamento eficaz no aumento da esperança de vida de indivíduos com DPOC e insuficiência respiratória crónica. No entanto, esta continua a ser pequena (aproximadamente 40% aos 5 anos. Apesar de terem sido efectuados numerosos estudos, permanece alguma controvérsia sobre os factores de risco relacionados com a mortalidade destes indivíduos. Entre eles encontram-se os parâmetros funcionais respiratórios (FEV1, gases arteriais (PaO2, PaCO2, hipertensão pulmonar, sexo, idade e índice de massa corporal (IMC. Contudo, nenhuma destas variáveis revelou ter um valor predictivo claro. Esta discrepância pode resultar, em parte, da metodologia utilizada. O objectivo do presente estudo foi investigar a associação entre as variáveis clínicas e a mortalidade por causas respiratórias e outras, em doentes com DPOC sob oxigenioterapia de longa duração. Foram avaliados retrospectivamente todos os doentes que iniciaram oxigenioterapia de longa duração entre 1992 e 1999 no Hospital Vall d’Hebram (Barcelona. A prescrição de oxigénio foi a seguinte: >15h/ /dia a um débito de 1-3L/min, fornecido por um concentrador. A indicação para oxigenioterapia de longa duração foi determinada por uma PaO2 60 mmHg sob oxigenioterapia. O cor pulmonale foi definido pela presença de dois ou mais dos seguintes itens: hipertrofia ventricular direita; engurgitamento das artérias pulmonares na radiografia do tórax; edema dos MI. A comorbilidade foi avaliada utilizando o índice de Charlson desenvolvido para determinar o seu impacto no prognóstico, atribuindo a cada doença um score de

  7. Necessidades proteicas, morbidade e mortalidade no paciente grave: fundamentos e atualidades Protein requirements, morbidity and mortality in critically ill patients: fundamentals and applications

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Haroldo Falcão Ramos da Cunha

    2013-03-01

    Full Text Available Evidências recentes sugerem que o balanço proteico negativo secundário à doença grave se associa ao aumento de morbidade. A perda da proteína corporal total é inevitável nesse cenário, mesmo com uma abordagem nutricional agressiva, e resulta, principalmente, do catabolismo da fibra muscular esquelética. O principal mecanismo bioquímico e metabólico envolvido nesse processo é o sistema ubiquitina-proteassoma, que, paradoxalmente, consome a adenosina trifosfatocomo fonte energética e motriz. É possível que a neutralidade do balanço proteico nessas instâncias clínicas, seja tão importante na melhora dos desfechos quanto atingir a meta calórica estimada ou medida pela calorimetria indireta. Estudos recentes apontam a utilização de concentrações mais elevadas de proteínas na terapia nutricional do paciente grave como importante para um impacto positivo na mortalidade. A proposta deste trabalho foi revisar alguns princípios da terapia nutricional relativos ao metabolismo proteico, sinalizar para as principais assertivas das diretrizes das sociedades especializadas e comentar estudos recentes, que abordam a questão em tela, sob a visão crítica da experiência clínica dos autores.Recent evidence suggests that a negative protein balance secondary to severe disease is associated with increased morbidity. A loss of total body protein is inevitable in this scenario, even with an aggressive nutritional approach, primarily due to the catabolism of skeletal muscle fibers. The ubiquitin-proteasome system is the primary metabolic and biochemical mechanism involved in this process; paradoxically, this system consumes adenosine triphosphate as its energy source. It is possible that a neutral protein balance in these clinical situations is important for improving outcomes and achieving the caloric goals estimated or measured by indirect calorimetry. Recent studies have suggested that the use of higher protein concentrations in

  8. Mortality due to pneumoconioses in macro-regions of Brazil from 1979 to 1998 Mortalidade por pneumoconioses nas macrorregiões do Brasil no período de 1979-1998

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hermano Albuquerque de Castro

    2003-04-01

    resultado preliminar dessa investigação nas macrorregiões referente ao período de 1979 a 1998. Utilizou-se a informação de mortalidade do Sistema de Informações de Mortalidade (SIM do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (Datasus, incluindo-se os códigos da Classificação Internacional de Doenças (CID 9 e da CID 10. Verificou-se tendência crescente do coeficiente de mortalidade por penumoconioses/um milhão habitantes/ano ao longo do período estudado. A transição da CID 9 para a CID 10 mostrou elevação na freqüência dos óbitos, que duplicaram. Concluímos que os valores dos coeficientes de mortalidade por pneumoconioses não refletem adequadamente o problema, ofuscando a transcendência e magnitude da doença. Torna-se necessário o conhecimento da população efetivamente exposta e a localização territorial para a obtenção de indicadores mais representativos.

  9. Mortalidade por câncer de cólon e reto e consumo alimentar em capitais brasileiras selecionadas Colorectal cancer mortality and diet patterns in selected Brazilian State capitals

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabrícia Junqueira das Neves

    2006-03-01

    Full Text Available As taxas de mortalidade por câncer de cólon e reto mostram uma variação regional no Brasil e a heterogeneidade do padrão alimentar nas suas regiões geográficas poderia possivelmente explicar, pelo menos em parte, essas diferenças. Um estudo ecológico foi realizado com o objetivo de identificar possíveis associações entre padrões de consumo alimentar e taxas de mortalidade padronizadas por idade em capitais brasileiras selecionadas. O padrão de consumo alimentar em cada capital foi caracterizado com base no consumo de grupos de alimentos associados a essa neoplasia na literatura. Os dados de consumo de alimentos foram obtidos no ENDEF (Estudo Nacional de Despesas Familiares. A regressão linear múltipla foi utilizada para analisar as correlações entre as taxas de mortalidade e as variáveis alimentares. Essas taxas mostraram uma correlação positiva com o consumo de calorias, cereais, carnes, ovos/leite e legumes/frutas. Quando ajustado por consumo calórico total, carne e legumes/frutas foram as únicas variáveis que mantiveram uma correlação positiva. O modelo multivariado final com essas variáveis foi capaz de explicar 92% da variação das taxas de mortalidade nas capitais selecionadas. Esses resultados sugerem que diferenças no consumo calórico total e no consumo de carne e legumes/frutas poderiam explicar, parcialmente, os diferentes padrões de distribuição da mortalidade por câncer de cólon e reto no Brasil.Mortality rates for colorectal cancer show regional variations in Brazil, and the heterogeneous dietary profile observed in its geographic regions could possibly explain, at least partially, these different patterns. An ecological study was conducted to identify possible associations between dietary consumption profiles and age-standardized mortality rates for colorectal cancer in selected state capitals. The dietary profile in each capital was characterized on the basis of the consumption of groups of foods

  10. Sistema hospitalar como fonte de informações para estimar a mortalidade neonatal e a natimortalidade The Brazilian hospital system as a source of information to estimate stillbirth and neonatal mortality rates

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joyce MA Schramm

    2000-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Apesar da reconhecida importância em acompanhar a evolução temporal da mortalidade infantil precoce, a deficiência das estatísticas vitais no Brasil ainda permanece na agenda atual dos problemas que impedem o seu acompanhamento espaço-temporal. Realizou-se estudo com o objetivo de investigar o Sistema de Informações Hospitalares (SIH/SUS como fonte de informações, para estimar a natimortalidade e a mortalidade neonatal. MÉTODOS: Propõe-se um método para estimar a natimortalidade e a mortalidade neonatal, o qual foi aplicado para todos os Estados das regiões Nordeste, Sul e Sudeste e para o Pará, no ano de 1995. Para fins comparativos, o Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM/MS foi utilizado para estimar as taxas sob estudo, após a correção do número de nascidos vivos por um método demográfico. RESULTADOS: O SIH/SUS forneceu mais óbitos fetais e neonatais precoces do que o SIM/MS em grande parte das unidades federadas da região Nordeste. Adicionalmente para os Estados localizados nas regiões Sul e Sudeste, que apresentam, em geral, boa cobertura do registro de óbitos, as taxas calculadas pelos dois sistemas de informação tiveram valores semelhantes. CONCLUSÕES: Considerando a cobertura incompleta das estatísticas vitais no Brasil e a agilidade do SIH/SUS em disponibilizar as informações em meio magnético, conclui-se que o uso do SIH/SUS poderá trazer inúmeras contribuições para análise do comportamento espaço-temporal do componente neonatal da mortalidade infantil no território brasileiro, em anos recentes.OBJECTIVE: Studies on the evolution of infant mortality rate are very relevant. Nevertheless, lack of vital statistics in Brazil limits the temporal and spatial analysis of this indicator. This study aims to investigate the possible use of the Brazilian Hospital Information System as an alternative information source for stillbirth and neonatal mortality rates by age group. METHODS: A

  11. Mortalidade por homicídios em Município da Região Sul do Brasil, 1996 a 2005 Homicide mortality in a city of southern Brazil, 1996-2005

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Élida Azevedo Hennington

    2008-09-01

    Full Text Available Esta pesquisa teve o objetivo de traçar o perfil epidemiológico dos homicídios em São Leopoldo, comparando-o com o do Estado do Rio Grande do Sul. Trata-se de um estudo descritivo que utilizou dados disponibilizados pelo Datasus/Ministério da Saúde no período de 1996 a 2005. Os indicadores calculados foram: coeficientes de mortalidade padronizada; mortalidade proporcional segundo grupo etário; coeficiente de mortalidade segundo cor; e percentual de mortes causadas por arma de fogo. Além destes, foram construídas as taxas de mortalidade por homicídio nos municípios gaúchos com população superior a 50.000 habitantes para o período analisado. Os coeficientes de mortalidade em São Leopoldo representaram o dobro das taxas ocorridas no Estado. A população mais atingida foi a de adultos jovens e a razão entre os sexos foi de 8,4 óbitos em homens para cada óbito feminino no Rio Grande do Sul e 9,4 em São Leopoldo. 86% dos homicídios foram perpetrados por armas de fogo em São Leopoldo e 72% no Rio Grande do Sul. O risco de morrer foi 44% maior na população negra de São Leopoldo. O homicídio é uma importante causa de morte precoce no RS, embora São Leopoldo apresente um perfil de maior gravidade - taxas maiores, maior percentual de uso de armas de fogo e evidências de sobremortalidade de jovens negros quando comparado ao Estado.The objective of this study is to outline the epidemiological profile of homicides in the city of São Leopoldo and compare it to that of the state of Rio Grande do Sul. It is a descriptive epidemiological study that used data provided by the Datasus/Ministry of Health for the period from 1996 to 2005. The indicators brought out by the study were the following: homicide standardized death rates; age-specific homicide death rates; homicide death rates according to race; and the percentage of deaths caused by firearms. Homicide mortality rates were calculated for cities of Rio Grande do Sul with more

  12. Desigualdades sociales en la mortalidad de enfermedades por causas externas, tumores, enfermedades metabólicas en el departamento de Caldas 2010-2013

    OpenAIRE

    Marín Ocampo, Angela María

    2017-01-01

    Objetivo. Determinar las desigualdades sociales en la mortalidad de enfermedades por causas externas, enfermedades metabólicas y tumores en los municipios del departamento de Caldas en el período 2010-2013.

  13. Tráfego veicular e mortalidade por doenças do aparelho circulatório em homens adultos

    OpenAIRE

    Habermann, Mateus; Gouveia, Nelson

    2011-01-01

    OBJETIVO: Analisar a associação entre indicadores de exposição à poluição por tráfego veicular e mortalidade por doenças do aparelho circulatório em homens adultos. MÉTODOS: Foram analisadas informações sobre vias e volume de tráfego no ano de 2007 fornecidas pela companhia de engenharia de tráfego local. Mortalidade por doenças do aparelho circulatório no ano de 2005 entre homens > 40 anos foram obtidas do registro de mortalidade do Programa de Aprimoramento de Informações de Mortalidade do ...

  14. EXCESOS DE MORTALIDAD EN ESPAÑA DURANTE LA TRANSMISIÓN DE GRIPE PANDÉMICA EN EL AÑO 2009

    OpenAIRE

    Imaculada León Gómez; Víctor Manuel Flores Segovia; Silvia Jiménez Jorge; Amparo Larrauri Cámara; Rocío Palmera Suárez; Fernando Simón Soria

    2010-01-01

    Fundamento: El sistema español de monitorización de la mortalidad y el «Programa Europeo de monitorización de excesos de mortalidad para la acción en salud pública» detectaron dos excesos de mortalidad en España en noviembre y diciembre de 2009. El objetivo de este trabajo es valorar su posible asociación con la transmisión de gripe pandémica. Métodos: Se analizó la evolución de la mortalidad en España en los meses citados utilizando métodos de análisis de series temporales basados en las ser...

  15. Preditores de mortalidade hospitalar em pacientes com embolia pulmonar estáveis hemodinamicamente Predictores de mortalidad hospitalaria en pacientes con embolia pulmonar estables hemodinámicamente Predictors of hospital mortality in hemodynamically stable patients with pulmonary embolism

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André Volschan

    2009-08-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A embolia pulmonar apresenta alta mortalidade em pacientes com hipotensão arterial ou choque circulatório. Entretanto, em pacientes hemodinamicamente estáveis, a associação de algumas variáveis clínicas com a mortalidade ainda não está claramente estabelecida. OBJETIVOS: Derivar um modelo de estratificação do risco de mortalidade intra-hospitalar em pacientes com embolia pulmonar hemodinamicamente estáveis. MÉTODOS: Estudo de coorte multicêntrico prospectivo de 582 pacientes consecutivos que foram admitidos em unidades de emergência ou de terapia intensiva, com suspeita clínica de embolia pulmonar, e que tiveram o diagnóstico confirmado por meio de um ou mais dos seguintes exames: arteriografia pulmonar, angiotomografia computadorizada helicoidal, angioressonância magnética, ecodopplercardiograma, cintilografia pulmonar ou duplex-scan venoso. Os dados sobre características demográficas, comorbidades e manifestações clínicas foram coletados e incluídos em uma análise de regressão logística para compor o modelo de predição. RESULTADOS: A mortalidade global foi de 14,1%. Foram identificadas como variáveis independentes de risco de óbito: idade > 65 anos; repouso no leito > 72h; cor pulmonale crônico; taquicardia sinusal e taquipnéia. Após a estratificação por faixas de risco, observaram-se mortalidades de 5,4%, 17,8% e 31,3%, respectivamente nos subgrupos de baixo, moderado e alto riscos. O modelo mostrou sensibilidade de 65,5% e especificidade de 80%, com uma área sob a curva de 0,77. CONCLUSÃO: Em pacientes hemodinamicamente estáveis com embolia pulmonar, a idade > 65 anos, o repouso no leito > 72h, o cor pulmonale crônico, a taquicardia sinusal e a taquipnéia foram preditores independentes da mortalidade intra-hospitalar. Entretanto o modelo de predição necessita ser validado em outras populações para sua incorporação à prática clínica.FUNDAMENTO: La embolia pulmonar presenta alta

  16. Morbilidad y mortalidad por afecciones benignas del sistema biliar: Nuestra experiencia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jorge Reyes Cardero

    1997-04-01

    Full Text Available Se realizó un estudio descriptivo y prospectivo sobre morbilidad y mortalidad por enfermedades benignas del sistema biliar en 4 266 pacientes operados en el Hospital Provincial Clinicoquirúrgico Docente "Saturnino Lora" de Santiago de Cuba, en el que se precisó la incidencia de diferentes variables. Las enfermedades más frecuentes fueron las colecistitis y colecistosis, en pacientes del sexo femenino, y un número importante de operados superaba los 60 años. Las complicaciones más comúnmente halladas en el período preoperatorio fueron: la litiasis coledociana y la pancreatitis aguda; en el peroperatorio: sobre la vesícula, la vía biliar y el hígado y en el posoperatorio inmediato las inespecíficas, que prevalecieron sobre las específicas. La mortalidad se consideró dentro de límites aceptables, y como causa fundamental de muerte en los ancianos se destaca el síndrome de disfunción múltiple de órganosA descriptive and prospective study on morbidity and mortality of bening diseases of the biliary tract was performed on 4 266 patients operated on at "Saturnino Lora" Provincial Teaching hospital, Santiago de Cuba with the aim of assessing the incidence of different variables. The most frequent diseases were found to be cholecystitis and cholecystosis in female patients, and a great number of surgically treated patients were over 60 years of age. The most frequently complications found within the preoperative period were: cholelithiasis and acute pancreatitis; during the perioperative period the most common were the complications of the gall bladder, the bile duct, and the liver, and during the immediate portoperative period the most frequent complications were found to be nonspecific which prevailed over the specific ones. Mortality rate was considered to be within acceptable limits, and the syndrome of multiple organ failure was found to be the principal cause of death among aged patients

  17. Vólvulo del sigmoides: Morbilidad y mortalidad. Estudio de 63 pacientes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eddy Sierra Enrique

    1997-08-01

    Full Text Available Se realiza un estudio de 63 pacientes que presentaron obstrucción intestinal por vólvulo del sigmoides, los cuales fueron tratados por diferentes métodos en el Hospital Yekatit 12, de Addis Abeba, Etiopía, durante el período de agosto de 1988 a julio de 1990. Esta afección se presentó en el 87,3 % de los pacientes con más de 50 años y es la causa más frecuente de obstrucción intestinal en dicha región, pues representa el 75,0 % de la serie estudiada. Se trataron médicamente de urgencia por medio de la reducción no quirúrgica del vólvulo del sigmoides un total de 12 pacientes, para el 19,0 % de la serie; en el 75,0 % de ellos se obtuvo la reducción del vólvulo, mientras que en el 25,0 % restante se fracasó. Los resultados del tratamiento quirúrgico de urgencia por la técnica de la desvolvulación, mostraron una recurrencia del 55,5 %. La mortalidad por tratamiento médico es cero, y por tratamiento quirúrgico es de 13,7 %. Dentro de las distintas formas de tratamiento quirúrgico, el de resección y anastomosis primaria presenta el 23,8 % de mortalidadA study of 63 patients presenting with intestinal obstruction due to a volvulus of the sigmoid is carried out. Patients were treated by different methods at Yekatit 12 hospital, Addis Abeba, Ethiopia from August, 1988 to July, 1990. This entity occurred in 87,3 % of patients over 50 years of age and it is the most frequent cause for intestinal obstruction in the region accounting for 75.0 % of the series studies. Twelve patients (19.0 % of the series were treated by nonsurgical reduction of the volvulus of the sigmoid; in 75.0 % of them the reduction of the volvulus was satisfactory, while in 25.0 % the results failed to be good. Results from the emergency surgical treatment by disvolvulation showed a recurrence rate of 55.5 %. Mortality from medical treatment is null, while mortality from surgical treatment is found to be 13.7 %. Among the different forms of surgical treatment

  18. Estudo multicêntrico da mortalidade por homicídios em países da América Latina Multicentric study of deaths by homicide in Latin American countries

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edinilsa Ramos de Souza

    2012-12-01

    Full Text Available Realizou-se um estudo epidemiológico descritivo da mortalidade por homicídios em países da América Latina (Argentina, Brasil, Colômbia e México de 1990 a 2007. Analisam-se óbitos por causas externas e homicídios, codificados nas 9ª. e 10ª. revisões da Classificação Internacional de Doenças/CID, considerando-se sexo, faixa etária e meio usado na agressão. Apresentam-se números, proporções e taxas ajustadas de mortalidade por homicídios. Usou-se o modelo de regressão linear na tendência das taxas de homicídios por grupos etários. No período, os países contabilizaram 4.086.216 mortes por causas externas e 1.432.971 homicídios. Na Argentina as causas externas cresceram 54,5%, mas diminuíram nos demais (37% no México; 31,8% na Colômbia e 8,1% no Brasil. As razões de mortalidade por homicídios para ambos os sexos foram de 9,1 na Colômbia, 4,4 no Brasil e 1,6 no México, tomando-se as taxas da Argentina como referência. A evolução das taxas de homicídios por faixa etária e sexo mostrou-se distinta nos países: em todos os grupos etários foi crescente no Brasil e decrescente na Colômbia. Destaca-se a necessidade de se priorizar os jovens do sexo masculino nas políticas públicas de atenção e prevenção e da região adotar políticas inclusivas, ampliar e consolidar sua democracia e os direitos dos seus habitantes.This article is a descriptive epidemiological study of deaths by homicide in Latin American countries (Argentina, Brazil, Colombia and Mexico from 1990 to 2007. Deaths due to external causes and homicides, as codified in the 9th and 10th revisions of the International Classification of Diseases/ICD, were analyzed considering sex, age and manner of assault. The numbers, ratios and adjusted rates for deaths by homicide are presented. A linear regression model was used to ascertain the trend of homicide rates by age group. During the period, 4,086,216 deaths from external causes and 1,432,971 homicides

  19. Peso ao nascer e mortalidade hospitalar entre nascidos vivos, 1975-1996 Birth weight and hospital mortality among the newborns in maternity, 1975-1996

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gladys GB Mariotoni

    2000-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Conhecer a evolução do peso ao nascer e a mortalidade hospitalar de nascidos vivos em maternidade de Campinas, SP. MÉTODOS: Foram estudados 215.435 nascimentos ocorridos em maternidade do Município de Campinas, SP, de 1975 a 1996. As informações foram coletadas de livros de registro e relatórios de assistência médica. Foram analisados os óbitos ocorridos antes da alta hospitalar, independentemente da idade. Para a análise dos dados, utilizou-se o programa Epi Info 6.01. RESULTADOS: O baixo peso se manteve próximo a 9% desde os anos 70, concentrando82% dos óbitos hospitalares em 1996. O peso insuficiente foi observado em 24% dos nascidos vivos. Em 1975, 13,3% dos nascidos com peso entre 1.000 g e 1.499 g sobreviveram e 73,8% dos nascidos com peso entre 1.500 g e 1.999 g. Em 1996, a sobrevida foi 69,1% e 87,7%, respectivamente. Houve grande diminuição do número de óbitos especialmente na faixa de 1.000 g a 1.499 g (de 867 para 309 por mil nascidos vivos, redução de 64,5% e de 1.500 g a 1.999 g (de 264 para 123 por mil nascidos vivos, redução de 53,4%. A mortalidade hospitalar entre aqueles de peso abaixo de 1.000 g permaneceu entre 78,9% e 100,0%, mesmo nos anos 90. Observou-se queda da mortalidade hospitalar de 17 para 11 por mil nascidos vivos. CONCLUSÕES: Não houve modificação na distribuição do peso ao nascer, a despeito deavanços apresentados por Campinas. Contudo, observou-se queda da mortalidade hospitalar. Outros estudos são necessários para compreender esse perfil.OBJECTIVE: To assess the trend of birth weight and hospital mortality rate of newborns, in a maternity hospital of Campinas, SP. METHODS: A total of 215,435 births of a maternity hospital in Campinas, S. Paulo State, Brazil, was studied between 1976 and 1996. Information was collected from registration files and annual reports of medical care. All the newborns from that period were included. The causes of death that occurred before the

  20. Rotavirus morbidity and mortality in children in Brazil Morbilidad y mortalidad por rotavirus en niños en Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Marli Christovam Sartori

    2008-02-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To study the epidemiology of rotavirus and estimate rotavirus-associated morbidity and mortality in children OBJETIVOS: Analizar la epidemiología del rotavirus y estimar la morbilidad y la mortalidad asociadas con las infecciones por rotavirus en niños < 5 años de edad en Brasil en 2004, antes de incluir la vacuna contra el rotavirus en el Programa Nacional de Inmunizaciones (PNI. MÉTODOS: Para estimar la morbilidad por rotavirus se revisaron los estudios publicados (1999-2006 que abordaban la incidencia de diarrea aguda en niños < 5 años de edad y la frecuencia de las infecciones por rotavirus en niños con diarrea en Brasil. Los casos de diarrea se dividieron en tres categorías de gravedad según el nivel de atención que requirieron: casos leves que solo requirieron atención domiciliaria, casos moderados que requirieron la visita a un servicio ambulatorio de salud y casos graves que requirieron hospitalización. Para estimar la mortalidad por rotavirus se utilizó el número de muertes registradas por diarrea en niños de < 5 años, según el Sistema de Información sobre Mortalidad (SIM del Sistema Único de Salud (SUS de Brasil, y se calculó la proporción de muertes causadas por este virus. RESULTADOS: Se estimó que las infecciones por rotavirus causan anualmente 3 525 053 casos de diarrea, 655 853 visitas a servicios ambulatorios de salud, 92 453 hospitalizaciones y 850 muertes en niños < 5 años de edad en Brasil. CONCLUSIONES: Las infecciones por rotavirus constituyen una importante causa de morbilidad y mortalidad en Brasil.

  1. La obtención y proyección de tablas de mortalidad empleando curvas. Spline

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alejandro MINA-VALDÉS

    2011-01-01

    Full Text Available Una de las herramientas del análisis numérico es el uso de polinomios de n-ésimo orden para interpolar entre n + 1 puntos, teniéndose casos en donde estas funciones polinómicas pueden llevar a resultados erróneos. Una alternativa es la de aplicar polinomios de orden inferior a subconjuntos de datos. Estos polinomios conectados se llaman funciones de interpolación segmentaria (spline functions. En este artículo se presenta la herramienta que el análisis numérico proporciona como instrumento técnico necesario para llevar a cabo todos los procedimientos matemáticos existentes con base a algoritmos que permitan su simulación o cálculo, en especial, las funciones splines definidas a trozos (por tramos, con interpolación mediante ellas, dando lugar a el ajuste de curvas spline con base en la serie de sobrevivientes lx de una tabla abreviada de mortalidad mexicana, con el fin de desagregarla por edad desplegada, respetando las concavidades que por el efecto de la mortalidad en las primeras edades y en las siguientes se tienen en la experiencia mexicana. También empleando las curvas splines se presentan las simulaciones que permiten obtener escenarios futuros de las series de sobrevivientes lx, que dan lugar a las proyecciones de la mortalidad mexicana para los años 2010-2050, las que generan las tablas completas de mortalidad para hombres y mujeres de dicho periodo, resaltando las diferencias entre sexos y edades de sus probabilidades de supervivencia y las ganancias en las esperanzas de vida.

  2. Evolução da mortalidade por cancro do pulmão em Portugal (1955-2005 Trends in lung cancer mortality in Portugal (1955-2005

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luís Alves

    2009-08-01

    Full Text Available Introdução: A prevalência de fumadores tem diminuído na Europa Ocidental, observando-se já o declínio da mortalidade por cancro do pulmão. Contudo, até 1998 não se observava ainda um decréscimo da frequência deste cancro em Portugal. Objectivo: Descrever a tendência secular da mortalidade por cancro do pulmão em Portugal. Métodos: As taxas de mortalidade por cancro do pulmão (ICD10:C33-34 em Portugal, entre 1955 e 2005, por sexo e grupo etário (5 anos de amplitude, obtiveram-se através da Organização Mundial de Saúde e do Instituto Nacional de Estatística. Calcularam-se taxas de mortalidade padronizadas (método directo, população mundial, para os grupos etários 35-74/35-44/45-54/55-64/65-74 anos. Realizou-se uma regressão joinpoint para calcular a variação anual percentual (VA% da mortalidade e identificar eventuais pontos de inflexão. Resultados: Entre 1955 e 2005, em homens dos 35 aos 74 anos, observou-se uma estabilização da mortalidade por cancro do pulmão, variando 3,77%/ano (intervalo de confiança a 95% [IC95%]: 3,53; 4,01 entre 1955 e 1986 e -0,15%/ano (IC95%: -0,99; 0,69 entre 1996 e 2005. Observaram-se estimativas pontuais da VA% negativas (não significativamente inferiores a zero nas tendências mais recentes de todos os grupos etários, excepto no grupo 45-54 anos, onde apenas se verificou uma desaceleração da VA% desde 1981. Em mulheres entre 35 e 74 anos, a mortalidade aumentou 1,60%/ano (IC95%: 1,40; 1,77 entre 1955 e 2005. Conclusão: Observou-se uma estabilização das taxas de mortalidade por cancro do pulmão nos homens, enquanto nas mulheres esta aumentou de forma constante. Estes resultados colocam Portugal no final do terceiro estádio da epidemia tabágica.Introduction: While the rate of smoking and lung cancer mortality has been decreasing in western Europe, there was no decline in lung cancer mortality in Portugal until 1998. Aim: To describe lung cancer mortality trends in Portugal

  3. Tendências da mortalidade por câncer nas capitais dos estados do Brasil, 1980-2004 Trends of cancer mortality in Brazilian state capitals, 1980-2004

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Augusto Marcondes Fonseca

    2010-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: A mortalidade por câncer iniciou declínio nos países desenvolvidos nos anos 90, mas seu comportamento nos países em desenvolvimento é menos conhecido. Estudo anterior abordando a mortalidade por câncer no Brasil mostrou queda na mortalidade pelo conjunto dos cânceres, mas a qualidade dos dados suscitou críticas quanto à validade dos resultados. As informações de mortalidade das capitais dos estados do Brasil são de melhor qualidade que aquelas para o país como um todo, possibilitando análise mais acurada das tendências. MÉTODOS: Os dados de mortalidade e população foram obtidos das bases de dados do Ministério da Saúde e do IBGE. Calcularam-se taxas ajustadas por idade e taxas específicas por idade, para ambos os sexos. Empregou-se regressão linear para avaliar a significância das mudanças de tendência. RESULTADOS: As taxas de mortalidade pelo conjunto dos cânceres declinaram, (-4,6% para os homens e -10,5% para as mulheres. O câncer de estômago mostrou queda de taxas nos dois sexos, assim como o câncer de pulmão entre os homens, enquanto as taxas do câncer de próstata aumentaram. No sexo feminino, “câncer do útero não especificado" apresentou redução e o câncer de pulmão, aumento de taxas. O câncer de mama mostrou-se estável, e o câncer do colo do útero aumentou suas taxas ao final do período. CONCLUSÃO: Conforme já registrado em países desenvolvidos, a mortalidade pelo conjunto dos cânceres nas capitais de estados brasileiros mostrou tendência de queda entre 1980 e 2004, o que se deveu fundamentalmente ao declínio da mortalidade por câncer de estômago.OBJECTIVE: Cancer mortality rates began to decline in developed countries in the 1990s, but their behavior in developing countries is less well-known. An earlier study on cancer mortality in Brazil showed a declining mortality trend for cancer as a whole. however the quality of data results raised some criticism t. The population

  4. Efecto de cohorte en la evolución de la mortalidad por enfermedad de la motoneurona en España, 1951-1992

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Llorca Díaz Javier

    1999-01-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Se ha descrito un aumento en la mortalidad por enfermedad de la motoneurona (EMN en España en las últimas décadas; se ha sugerido que este aumento se debe a un efecto de cohorte, pero esta hipótesis no ha sido comprobada. MÉTODOS: Los datos de mortalidad por edad y sexo debido a la EMN se han obtenido del Instituto Nacional de Estadística. Se han calculado las tasas de mortalidad específicas por edad y las tasas ajustadas por edad. Mediante regresión de Poisson se ha analizado el efecto de la cohorte de nacimiento en la mortalidad por edades; el efecto de cohorte fue también analizado por métodos gráficos. RESULTADOS: La mortalidad ajustada por edad descendió hasta 1969 y aumentó desde entonces. Cada cohorte quinquenal de nacimiento aumenta en un 8,5% el riesgo de morir por EMN. CONCLUSIONES: El aumento de la mortalidad por EMN en España está causado por un efecto de cohorte.

  5. Análisis de la mortalidad expósita de la Inclusa de Toledo (1900-1930

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Martín Espinosa, Noelia M.

    2016-06-01

    Full Text Available The aim of this work is to analyze the mortality and its causes in the abandoned children of the Children’s home of Toledo, who were born in the Maternity House, because it was a homogeneous group which had the same conditions in their delivery and they were abandoned at the moment of their birth. It allows us to compare the mortality of this group of foundlings with the mortality of the general population and with the mortality of those abandoned in other Charity Institutions. This paper explains the different factors which could determine the mortality.El objetivo de este trabajo es analizar la mortalidad expósita y sus causas en una cohorte de niños abandonados en la inclusa toledana, aquellos que nacieron en la Maternidad aneja, como grupo homogéneo que partía de unas condiciones de alumbramiento similares y fueron institucionalizados al nacer. Ello permite comparar esta mortalidad expósita con la de otras inclusas españolas y con la mortalidad poblacional, a la vez que explica los distintos factores que pudieron condicionarla.

  6. Parâmetros Ecocardiográficos e Sobrevida na Cardiopatia Chagásica com Disfunção Sistólica Importante

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela do Carmo Rassi

    2014-04-01

    Full Text Available Fundamento: O ecocardiograma fornece dados importantes na avaliação cardiológica de pacientes em insuficiência cardíaca. A identificação de parâmetros ecocardiográficos na cardiopatia chagásica grave auxiliaria na implementação terapêutica e na avaliação prognóstica. Objetivo: Correlacionar parâmetros ecocardiográficos com desfecho mortalidade cardiovascular em pacientes com fração de ejeção 70,71 mL/m2 foi associado ao aumento significativo na mortalidade (log rank p < 0,0001. Conclusão: O volume indexado do átrio esquerdo mostrou-se como único fator de predição independente de mortalidade nesta população de pacientes chagásicos e com disfunção sistólica importante.

  7. Relação do índice de massa corporal, da relação cintura-quadril e da circunferência abdominal com a mortalidade em mulheres idosas: seguimento de 5 anos Relationship between body mass index, waist circumference, and waist-to-hip ratio and mortality in elderly women: a 5-year follow-up study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcos A. S. Cabrera

    2005-06-01

    Full Text Available Este estudo analisa a associação entre a relação cintura-quadril (RCQ, a circunferência abdominal (CA e o índice de massa corporal (IMC com a mortalidade total e cardiovascular em 575 mulheres idosas ambulatoriais por um seguimento de cinco anos. Os maiores quartis de RCQ, CA e IMC, bem como as categorias pré-determinadas de IMC, foram analisados como variáveis preditivas e analisada a interferência de algumas variáveis confundidoras. Oitenta e oito mulheres morreram durante o seguimento (15,4%. As mulheres com baixo peso (IMC 0,97 estava associado com a maior mortalidade total, entretanto, na análise multivariada o aumento de RCQ apresentou uma associação independente com a mortalidade total, apenas entre as mulheres de 60 a 80 anos. Nenhuma medida antropométrica apresentou uma associação significativa com a mortalidade cardiovascular. Os resultados identificaram o baixo peso e a RCQ como preditores de mortalidade total em idosas, principalmente entre as mulheres com até 80 anos.This study examines the association between body mass index (BMI, waist-to-hip ratio (WHR, and waist circumference (WC and all-cause and cardiovascular mortality in elderly women in a 5-year longitudinal study of 575 female outpatients 60 years and over. The highest BMI, WHR, and WC quartiles and predefined BMI categories were analyzed as predictive variables. Death occurred in 88 (15.4%. Underweight (BMI 0.97 was associated with all-cause mortality. However, after adjustment for age, smoking, and previous cardiovascular diseases, the increase in WHR was positively associated only in women from 60 to 80 years of age. None of the anthropometric measurements was associated with cardiovascular mortality. The results indicate that underweight and increased waist-to-hip ratio were predictors of all-cause mortality in elderly women, mainly among those under 80 years.

  8. Tendências de mortalidade por câncer de boca e orofaringe no Município de São Paulo, Brasil, 1980/2002 Trends in oral cancer mortality in the city of São Paulo, Brazil, 1980-2002

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Gabriela Haye Biazevic

    2006-10-01

    Full Text Available Objetivou-se descrever e explorar analiticamente tendências de mortalidade por câncer de boca e orofaringe na cidade de São Paulo, Brasil, de 1980 a 2002. Dados sobre os óbitos com esta causa básica foram levantados junto à Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados, discriminados por sexo, idade e localização anatômica. A estimação e ajuste pelo método direto dos coeficientes usaram dados de população fornecidos pelos censos de 1980, 1991 e 2000, e pela contagem populacional de 1996, realizados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Foi observada tendência crescente da mortalidade devida ao agravo, a uma taxa anual de 0,72%. Responsável por mais de um terço desses óbitos, o câncer de língua foi a categoria com mortalidade mais elevada. Câncer de lábio, gengiva e área retromolar apresentaram tendência decrescente, enquanto orofaringe e partes não especificadas da boca e orofaringe sofreram incremento de mortalidade. O monitoramento da magnitude e tendências da mortalidade por câncer pode configurar importante implemento para o planejamento de iniciativas voltadas à redução da carga de doença em nosso meio.The current study assessed trends in oral cancer mortality in the city of São Paulo, Brazil, from 1980 to 2002. The official mortality information system supplied data on deaths whose underlying cause was classified as oral cancer, stratified by sex, age, and anatomic site. Death rates were estimated and adjusted by the direct method, using population data supplied by national censuses from 1980, 1991, and 2000 and a population count performed in 1996. There was an upward trend in overall cancer mortality, at a yearly rate of 0.72%. Accounting for more than one third of these deaths, tongue cancer was the main mortality category. Labial, gengival, and retromolar cancer showed a downward trend, while oropharyngeal cancer and cancer in unspecified parts of the mouth and oropharynx showed

  9. Factores predictivos de mortalidad en pacientes con oclusión intestinal mecánica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Erian Jesús Domínguez González

    2015-05-01

    Full Text Available Se realizó un estudio longitudinal, prospectivo, de cohorte, de 191 pacientes con oclusión intestinal mecánica, operados en el Servicio de Cirugía del Hospital Provincial Docente Clinicoquirúrgico "Saturnino Lora Torres" de Santiago de Cuba, desde enero de 2011 hasta diciembre de 2013, para identificar los factores predictivos de mortalidad. La muestra fue dividida en 2 cohortes: 165 vivos y 26 fallecidos; asimismo, el análisis de los datos se basó en la construcción de un modelo multivariado (regresión logística multivariable, mediante el cual se precisó que la edad por encima de los 60 años, el inicio de los síntomas después de las 48 horas, el estado físico perianestésico IV y V, el daño vascular, los procedimientos resecativos, el estado de choque y las complicaciones posoperatorias, mostraron relación independiente con la muerte. Se estimó 73,1 y 98,8 % de sensibilidad y especificidad, respectivamente y el porcentaje global predictivo fue excelente (95,3

  10. Pesquisa sobre mortalidade perinatal no Brasil: revisão da metodologia e dos resultados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fonseca Sandra Costa

    2004-01-01

    Full Text Available A mortalidade perinatal persiste como relevante evento em saúde pública, demandando estudos epidemiológicos, tanto para definir sua magnitude e variações temporais, como para identificar seus determinantes e apontar as intervenções adequadas. Existem ainda questões conceituais e metodológicas controversas, gerando heterogeneidade nos estudos e prováveis vieses. No Brasil, nos últimos anos, desponta uma produção crescente sobre o tema, principalmente no Sudeste e Sul. Foram revistos 24 artigos de 1996 a 2003, focalizando: definições e classificações utilizadas, fontes de dados, desenhos de estudo, formas de aferição das variáveis, modelos de análise estatística e principais resultados. A revisão mostrou a progressiva utilização de bancos de dados informatizados, principalmente o SINASC e o SIM, o pequeno número de estudos sobre natimortalidade, a incorporação ainda incipiente das classificações de causas e a discordância em relação a alguns fatores de risco.

  11. Síndrome de Fournier: análise dos fatores de mortalidade Analysis of mortality in Fournier's gangrene

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo de Azeredo Passos Candelária

    2009-06-01

    Full Text Available A fascite necrótica perineal (Síndrome de Fournier é infecção grave dos tecidos moles, de etiologia não totalmente esclarecida, porém associada a procedimentos urológicos, proctológicos ou ginecológicos, além de diabetes melito, alcoolismo, desnutrição grave e outros estados de imunodepressão. Trata-se de situação grave, exigindo antibioticoterapia de amplo espectro, desbridamentos cirúrgicos e por vezes derivação do trânsito fecal e/ou urinário. OBJETIVO: Avaliar os fatores relacionados com mortalidade. CASUÍSTICA: Foram avaliados retrospectivamente 43 doentes (39 masculinos com média de idade de 54,8 anos, no período de 1998 a 2005, na Santa Casa de São Paulo. MÉTODO: foram analisados sexo, idade, sinais e sintomas, tempo de evolução e de internação, doenças associadas, sepse, broncopneumonia, exames laboratoriais, área comprometida, cirurgias realizadas, índice fisiológico Apache II e causa de óbito. RESULTADOS: Sobreviveram 33 doentes e houve 10 (23,2% ��bitos. A letalidade relacionou-se a pacientes mais velhos, tempo de evolução longo, internações curtas, índice fisiológico Apache II elevado, sepse e broncopneumonia . Não houve relação com sexo, diabetes melito, desnutrição, culturas e antibioticoterapia, local de início, extensão da necrose, número de desbridamentos, bem como com colostomias e cistostomias. CONCLUSÃO: a letalidade relaciona-se à disseminação da infecção e retardo do tratamento. Não é relacionada com diabete nem cirurgias como colostomia ou cistostomia.BACKGROUND: Necrotizing fasciitis is a severe infection of soft tissues, and when it affects the perineum it is called Fournier's gangrene. Some controversy exists over the origin of the disease, but all studies identified correlations between infection and proctologic, urologic, gynecologic origin procedures or trauma. In addition, many other causes are commonly associated, such as diabetes mellitus, abuse of

  12. Mortalidade por causas externas em crianças e adolescentes: tendências de 1979 a 1995 Child and adolescent mortality due to external causes: trends from 1979 to 1995

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Dilma de A Barros

    2001-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a magnitude e a tendência da mortalidade por grupos específicos de causas externas em crianças e adolescentes residentes no Recife, no período de 1979 a 1995. MÉTODOS: Foram utilizados os dados do Sistema de Informação em Mortalidade do Ministério da Saúde e da Secretaria de Saúde de Pernambuco. O grupo estudado, na faixa etária de 0-19 anos, representou 41,8% da população de Recife, em 1991. Utilizou-se o desenho ecológico exploratório tipo série temporal. Analisou-se a tendência para os coeficientes de mortalidade por causas externas e seus grupos específicos segundo sexo e grupo etário, por regressão linear simples. RESULTADOS E CONCLUSÕES: Na série temporal estudada, os coeficientes de mortalidade por causas externas mostraram crescimento, sobretudo por homicídios nos adolescentes, em que se observaram um aumento anual médio de 3,05 e um aumento relativo de 601, 3% ao longo da série. Em 1995, mais de 90% desses homicídios foram perpetrados por arma de fogo. Os dados revelam a magnitude do problema e a necessidade do seu enfrentamento, o qual precisa considerar a complexidade da determinação da violência.OBJECTIVE: To analyze the magnitude and trends of mortality due to external causes in specific age groups, from 0 to 19 years old in a population living in the city of Recife, Brazil, from 1979 to 1995. METHODS: Data from the Mortality Data System of the Ministry of Health and Health Department of Pernambuco State was used. The studied population, aged 0 to 19 years old, represented 41.8% of total city population in 1991. A time series exploratory ecological model was created to analyze trends in mortality coefficients due to external causes. Using simple linear regression these coefficients were assessed in specific age groups categorized by gender. RESULTS AND CONCLUSIONS: In the time series, mortality coefficients due to external causes showed an increasing trend, in particular due to

  13. AIDS mortality trends in Mexico, 1988-1997 Tendencias de mortalidad por SIDA en México, 1988-1997

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Hernández-Girón

    2002-06-01

    Full Text Available Objective. To assess the geographic distribution and trends of AIDS deaths for the 1988-1997 period in Mexico. Material and Methods. Crude and adjusted mortality rates were estimated for the 1988-1997 period. A trend test was performed using the simple linear regression method. Standardized mortality ratios (SMR and years of potential life lost (YPLL were calculated for each Mexican state. Results. During the study period (1988-1997, there were 26,999 AIDS deaths in Mexico; 86.5% (23,354 of them were among men. The mean age at the time of death was 38.4 years for men and 37.7 years for women (p> 0.05. The crude AIDS mortality rate for the period of study was 3.02 cases (95% CI: 2.94, 3.06 per 100,000 inhabitants. The adjusted rate was 3.13 (95% CI: 3.09, 3.17, with 5.22 (95% CI: 5.16 - 5.29 for men and 0.82 (95% CI: 0.79-0.84 for women. The states with the highest SMR were: Baja California (SMR: 248.69; 95% CI: 234.02-263.36, Mexico City (SMR: 220.74; 95% CI: 215.57-225.91, and Jalisco (SMR: 169.16; 95% CI: 162.88-175.44. Similarly, a Potential Lost Life Years Index (PLLYI analysis by state showed a greater risk of premature AIDS mortality in the same states [Baja California (PLLYI index: 236.33; 95% CI: 233.97-238.68, Mexico City (PLLYI: 194.68; 95% CI: 193.88 - 195.48, and Jalisco (PLLYI: 170.69; 95% CI: 169.60-171.79]. Conclusions. Mortality trends indicate that AIDS mortality in Mexico increased by an annual rate of 23% between 1988 and 1997. The adjusted AIDS mortality rate increased from 0.75 per 100 000 in 1988, to 4.20 per 100 000 in 1997, with the largest burden of mortality in men (male to female ratio of 6:1. We therefore expect that a decreasing effect on AIDS mortality trends will be observed in the next years.Objetivo. Determinar la distribución geográfica y la tendencia de mortalidad por SIDA durante el periodo 1988 a 1997, en México. Material y métodos. Se estimaron tasas de mortalidad por SIDA, cruda y ajustadas, para el

  14. Impacto del tabaquismo y del consumo excesivo de alcohol en la mortalidad de la población de la ciudad de Barcelona: 1983-1998

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jané M.

    2003-01-01

    Full Text Available Objetivos: Analizar la mortalidad atribuible al tabaquismo y al consumo excesivo de alcohol, así como su evolución, en la ciudad de Barcelona entre 1983 y 1998. Métodos: Se incluyen todas las defunciones de las personas residentes en Barcelona desde 1983 a 1998. Los datos poblacionales se han obtenido de los Padrones de Habitantes. La mortalidad atribuible al tabaquismo y al consumo de alcohol se obtiene calculando las Fracciones Atribuibles Poblacionales a partir de los riesgos relativos de estudios previos en la población de los EE.UU. Resultados: En 1998 se produjeron 2.205 muertes atribuibles al hábito tabáquico, lo que representó el 13,8% de la mortalidad en la población de 35 años o más, y una reducción del 9,6% respecto a 1983. Durante el período 1983-1998 aumentó, en varones y mujeres, la mortalidad por cáncer de pulmón atribuible al tabaquismo (155,84/100.000 y 9,39/100.000 habitantes en 1998, respectivamente y la enfermedad pulmonar obstructiva crónica (EPOC (95,82 y 11,29/100.000 habitantes en 1998. La mortalidad por consumo de alcohol en 1998 representó el 4,3% de la mortalidad total, reduciéndose en un 26% desde 1983. La cirrosis hepática siguió siendo la primera causa de muerte atribuible al consumo de alcohol en varones en 1998, aunque su importancia relativa disminuyó (17,1% de la mortalidad atribuible al consumo de alcohol en 1998, 24,3% en 1983. Conclusiones: La mortalidad atribuible al hábito tabáquico y al consumo excesivo de alcohol ha descendido en la ciudad de Barcelona durante el período de estudio. Asimismo, se ha incrementado la importancia relativa de la mortalidad atribuible al tabaquismo para el cáncer de pulmón y la EPOC en ambos sexos, mientras que se ha reducido la proporción de mortalidad atribuible al consumo excesivo de alcohol para las cirrosis hepáticas en el caso de los varones.

  15. Contribuição para o estudo do significado da evolução do coeficiente de mortalidade infantil no município de São Paulo, SP (Brasil nas três última décadas (1950-1979 A contribution to the study of the significance of the trends in infant mortality rates for the city of S. Paulo, Brazil, during the last three decades (1950-1979

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Augusto Monteiro

    1982-02-01

    Full Text Available Buscando contribuir ao estudo da relação evolução da mortalidade infantil - evolução da qualidade de vida, foram examinadas no município de São Paulo as correlações existentes nas três últimas décadas entre as séries históricas da mortalidade e as séries históricas do valor do salário mínimo e da cobertura do abastecimento público de água. Estes dois últimos, salário e água, entendidos como fatores de maior e menor abrangência para o conjunto das condições de vida da população. O descenso da mortalidade na década de 50 e o ascenso da mesma na década de 60 estiveram significativamente relacionados à evolução do salário-mínimo real. Entretanto, a evolução da mortalidade na década de 70, com importante queda a partir de 1974, esteve relacionada especificamente à evolução do abastecimento de água. Conclui-se que no período 1950-1979 são diferentes as implicações para a qualidade de vida que podem ser tiradas a partir da evolução da mortalidade infantil e que parece equivocado afirmar-se que a reversão das altas mortalidades a partir de 1974 tenha significado idêntica reversão na deterioração das condições de vida que ensejaram o ascenso da mortalidade no período anterior.The possible correlations between infant mortality statistics and those, first, on the real value of the legal minimum salary and, sencondly, on the extent of the public water-supply system, for the city of S. Paulo (Brazil over the last three decades, were studied with a view to determining the relationship between the historical trends in the infant mortality rates and in the quality of life. The abovementioned factors - salary and water-supply - are taken as factors of greater and lesser relevance, respectively, for the overall picture of the living conditions of the population. The mortality decline in the 50s and its increase in the 60s were found to be related, significantly, to the trends in the real value of the legal

  16. Incidência de mortalidade por câncer no Rio Grande do Sul, Brasil Cancer: incidente and mortality in Rio Grande do Sul - Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucio Borges Barcelos

    1983-10-01

    Full Text Available Apresenta-se estudo dos casos e óbitos de câncer notificados à Unidade de Informática da Secretaria da Saúde e do Meio Ambiente do do Rio Grande do Sul, Brasil no ano de 1979. A distribuição etária da morbimortalidade apresentou tendência, acentuadamente crescente com a idade. No sexo masculino, as localizações anatômicas de maior mortalidade, em ordem decrescente, foram: traquéia, brônquios e pulmão; estômago; esôfago; próstata e leucemias. Na incidência repetiram-se as mesmas localizações com introdução da pele em segundo lugar e saída das leucemias. No sexo feminino, mama; estômago; útero, outras localizações especificadas e as não especificadas; traquéia, brônquios e pulmão; e colo do útero, foram as cinco primeiras localizações de maior mortalidade. As neoplasias malignas da mama foram as que apresentaram maior incidência. Seguiram-se as neoplasias malignas da pele, do colo do útero, das outras localizações especificadas e as não especificadas do útero e do estômago. A distribuição geográfica mostrou uma morbimortalidade maior na 1ª, 3ª, 7ª, 10ª e 13ª Delegacia Regional de Saúde, em regiões caracterizadas ou por um elevado índice de industrialização ou pela existência de grandes propriedades rurais onde é praticada a pecuária extensiva. Uma vez feita a padronização, as neoplasias malignas de esôfago e laringe, apresentaram-se com coeficientes elevados, superando, no caso do esôfago, os coeficientes de outros países.A study of the incidence of, and deaths from, cancer as reported to the Welfare Ministry of Rio Grande do Sul State, Brazil, in 1979, is presented. The distribution of morbimortality showed an accentuated increase with age. In males the anatomic sites associated with higher mortality were (in decreasing order: trachea, bronchi and lungs, stomach, esophagus, prostate and leukemias. In incidence related to the same sites, however, skin cancer moved into second place and

  17. Internamento devido a PAC por Streptococcus pneumoniae – Avaliação de factores de mortalidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sandra Figueiredo

    2008-09-01

    Full Text Available Resumo: A avaliação da gravidade perante qualquer caso de pneumonia adquirida na comunidade (PAC é de suma importância, pois dela decorrem decisões como a necessidade de internamento e o tratamento empírico inicial. Os autores apresentam um estudo retrospectivo, que incluiu doentes internados devido a pneumonia por Streptococcus pneumoniae durante o ano de 2006, no Hospital de São João. A confirmação etiológica de infecção foi feita por isolamentos no sangue, líquido pleural, secreções traqueobrônquicas, lavado brônquico, lavado broncoalveolar e pesquisa de antigenúria. Foram analisados os factores de risco e avaliados, com base nas normas PSI (Pneumonia Severity Index e da British Thoracic Society (BTS -CURB-65. A análise estatística foi efectuada utilizando teste T para amostras independentes e ANOVA, usando o programa de análise estatística SPSS 14.0.Foram incluídos 104 doentes com idade mediana de 63 anos, sendo 67,3% do sexo masculino. O estudo revelou existir uma associação com significado estatístico entre os resultados de PSI e CURB-65 e a evolução para a mortalidade.Apesar da melhoria dos meios diagnósticos e profilácticos, e da terapêutica antibiótica, a pneumonia pneumocócica permanece uma entidade de grande morbilidade e mortalidade. O valor preditivo das normas PSI e CURB-65 foi confirmado nesta população de doentes, documentando uma correlação entre o número de factores de risco e a evolução da doença.Rev Port Pneumol 2008; XIV (5: 601-615 Abstract: Probably the most important decision in the management of Community-Acquired Pneumonia (CAP is patient site of care. Patients with Streptococcus pneumoniae-caused CAP admitted to our hospital between 1st January and 31st December 2006 were retrospectively analysed. Samples of blood, sputum, bronchial and bronchoalveolar lavage and urine were collected for

  18. Mortalidade escrava durante a epidemia de cólera no Rio de Janeiro (1855-1856: uma análise preliminar Slave mortality during the cholera epidemic in Rio de Janeiro (1855-1856: a preliminary analysis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kaori Kodama

    2012-12-01

    Full Text Available Apresenta uma primeira análise do perfil sociodemográfico dos óbitos registrados durante a primeira epidemia de cólera no Rio de Janeiro, a partir de dados coletados nos registros de óbito da Santa Casa de Misericórdia. Desde a manifestação do cólera, em 1855, relatos médicos brasileiros apontam seu viés social, que, no caso do país, implicava a alta mortalidade de escravos e livres pobres. Do ponto de vista histórico, entretanto, a epidemia e sua dinâmica foram pouco estudadas. A recuperação de dados originais sobre o cólera e a análise das taxas de mortalidade associadas à doença auxiliam-nos a melhor compreender aspectos do universo escravo na zona urbana da cidade, no período subsequente ao fim do tráfico negreiro.The article offers a preliminary analysis of the sociodemographic profile of deaths recorded during the first cholera epidemic in Rio de Janeiro, based on data gathered from death records at Santa Casa de Misericórdia Hospital. After cholera appeared in the country in 1855, Brazilian medical reports indicated a social bias, with slaves and the free poor suffering high mortality. From a historical perspective, however, little research has been done on the epidemic and its dynamics. The recovery of original data on cholera and the analysis of cholera mortality rates help us to better understand aspects of the slave universe in the urban zone of Rio de Janeiro in the period following the end of the slave trade.

  19. Mortalidade perinatal e infantil em Pelotas, Rio Grande do Sul: nossas estatísticas são confiáveis?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando C. Barros

    1985-09-01

    Full Text Available Uma coorte de 6.011 crianças vem sendo acompanhada desde o nascimento em Pelotas, RS. A última avaliação foi realizada quando as crianças tinham 20 meses, em média. Este acompanhamento foi feito através de um censo da cidade, quando todas as 68.600 residências foram visitadas, tendo sido localizadas 87,3% das crianças da coorte. Concomitantemente, todos os óbitos foram monitorizados através de visitas domiciliares, revisão periódica de atestados de óbito na Secretaria da Saúde e revisão de prontuários hospitalares. Com o uso dessa metodologia, foi possível detectar 42,1% de sub-registros de mortes perinatais, com 47,8% para óbitos fetais. Com relação à mortalidade infantil, a proporção de sub-registros foi de 24%.A cohort of 6,011 children is being followed up from birth in Pelotas, RS, Brazil. More than 87% of these children were seen when aged 12-27months (mean = 20 months, when all 68,600 urban households were visited. Deaths were monitored through home visits, the review of hospital casenotes and of death certificates at the Secretariat of Health, and these findings were compared with official statistics. Approximately 42% of perinatal deaths failed to be registered, the corresponding figures being 48% for fetal and 24% for infant deaths. On the other hand, less than 5% of all births failed to be registered. The implications of these findings for health policy-makers are discussed.

  20. Desigualdades en mortalidad relacionadas con características socioeconómicas en el departamento del Huila, Colombia, 2009-2013

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos A. Montalvo-Arce

    2017-09-01

    Full Text Available Objetivo: determinar las desigualdades en la mortalidad por causas específicas relacionadas con características socioeconómicas, en municipios del Huila 2009-2013. Métodos: estudio ecológico que comparó las mortalidades por Infección Respiratoria Aguda, cáncer de estómago, enfermedades hipertensivas y cerebrovasculares, accidentes de tránsito, homicidio, diabetes y mortalidad en niñez, con base en su situación socioeconómica, según las variables socioeconómicas Cobertura en Educación Media, NBI, Ruralidad, Suficiencia Económica, Valor Agregado Municipal y el Índice de Calidad del Agua en los 37 municipios del Huila. Se calcularon tasas ajustadas por edad con el método directo y medición de desigualdades confrontando las variables descritas, usando medidas basadas en rango, regresión y desproporcionalidad, usando el software Epidat 4.0. Resultados: en la mortalidad por cáncer gástrico, por enfermedades hipertensivas y en la mortalidad en niñez se identificó constante desigualdad frente a las variables socioeconómicas evaluadas, en contra de los municipios menos favorecidos. En la mortalidad por infecciones respiratorias agudas y homicidios, se observaron mayores tasas en los municipios con mejores condiciones socioeconómicas. Conclusiones: existe gran variabilidad entre las condiciones socioeconómicas de los municipios y entre las mortalidades por los eventos evaluados, observando aceptable correlación entre las diferentes medidas de desigualdades utilizadas.

  1. PREVALENCIA Y MORTALIDAD DE LA ENFERMEDAD DE HUNTINGTON A PARTIR DEL REGISTRO POBLACIONAL DE ENFERMEDADES RARAS DE LAS ISLAS BALEARES DURANTE EL PERÍODO 2010-2013

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mercedes Cáffaro Rovira

    2017-01-01

    Full Text Available La enfermedad de Huntington (EH es una enfermedad hereditaria de baja prevalencia, por lo que se incluye en los registros de enfermedades raras. El registro poblacional de enfermedades raras de las Islas Baleares se inició en el año 2010. Previamente no existían datos de prevalencia y mortalidad de la EH en las Islas Baleares. El objetivo de este estudio fue determinar la prevalencia y la mortalidad de la enfermedad de Huntington en las Islas Baleares durante el periodo 2010-2013. Métodos: Se utilizaron como fuentes de información el registro poblacional de enfermedades raras de las Islas Baleares, del que se obtuvieron los casos diagnosticados, el Registro de mortalidad de las Islas Baleares, del que se obtuvieron los casos fallecidos, el registro del Servicio de Salud de las Islas Baleares del que se obtuvieron el número de tarjetas sanitarias y del Instituto Nacional de Estadística se obtuvieron los datos de población. Se calcularon las tasas de prevalencia y de mortalidad. Resultados: El registro poblacional de enfermedades raras de las Islas Baleares durante el periodo 2010-2013 registró 27 casos de EH. El 63% fueron mujeres. La tasa de prevalencia fue de 2,6 por 105 y la tasa de mortalidad de 1,1 por 105. La isla de Menorca fue la más afectada con una prevalencia de 5,9 por 105 y una mortalidad de 2,1 por 105. Conclusiones: La prevalencia y mortalidad de la EH en las Islas Baleares son bajas en comparación con zonas del entorno.

  2. Modelo basado en SIG para el estudio de la mortalidad por enfermedad cerebro-vascular

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Alberto Tangarife Villa

    2013-06-01

    Full Text Available En los últimos 15 años el estudio para una de las tres primeras causas de muerte a nivel mundial –enfermedad cerebrovascular (ECV– se caracteriza por utilizar el enfoque epidemiológico tradicional y sus técnicas de análisis estadístico bivariado y multivariado orientadas a identificar su composición según variables de persona y explorar relaciones con sus determinantes pero sin impactar significativamente su ocurrencia, sin embargo, en el presente artículo se identifica como alternativa de análisis la modelación espacio-temporal con SIG a niveles de desagregación detallados; en este sentido el análisis comparativo de los modelos utilizados en los estudios conocidos, desvela el uso de datos y técnicas de análisis espacial básicas para identificar patrones como los evidenciados en los cinturones de diabetes y ECV en USA o el clúster colombiano de enfermedades del aparato circulatorio identificado en la región andina que sugiere un comportamiento similar para la ECV. El panorama anterior demanda la combinación de enfoques con énfasis en sus técnicas de análisis avanzadas –análisis multi-criterio, kriging, interpolación, correlación y regresión espacial– soportadas con SIG y por lo tanto, como contribución final se propone un modelo integrado dirigido a impactar positivamente la mortalidad por ECV.

  3. Mortalidad por enfermedades cardiovasculares y su impacto económico en Colombia, 2000-2010

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leidy Cortés Fuentes

    2016-01-01

    Full Text Available Objetivo: Establecer el impacto económico de la mortalidad asociada con las enfermedades cardiovasculares en Colombia durante el periodo 2000-2010. Materiales y métodos: Se llevó a cabo un estudio ecológico mixto. Se utilizaron las proyecciones de población y los registros de defunciones no fetales de Colombia publicados oficialmente por el Departamento Administrativo Nacional de Estadísticas (DANE. De los registros oficiales se extrajo el valor del salario mínimo mensual legal vigente (SMMLV en pesos para determinar el monto de ingresos o consumos mínimos anuales, los cuales fueron convertidos a dólares e indexados al año 2010. Luego se multiplicó el total de APVP de cada periodo anual por el ingreso mínimo obtenido con anterioridad. Se efectúo la sumatoria de los flujos anuales en dólares para determinar el valor total del costo de los años de vida perdidos en el periodo de estudio, y dicho costo se contrastó con el producto interno bruto (PIB nacional a precios constantes de 2010 convertidos en dólares. La información se analizó en los programas Excel y EPIDAT. Resultados: En Colombia se perdió cerca de 2 785 529 años potenciales de vida, que equivalen a USD 7 mil millones, lo cual representó el 4 % aproximadamente del PIB obtenido durante el mismo periodo. Conclusiones: Los Años Perdidos de Vida Potencial relacionados con las muertes cuyas causales fueron las enfermedades cardiovasculares decrecieron y representaron solo el 7 % dentro del total de años perdidos asociados a todas las causas de defunciones no fetales.

  4. Reacciones adversas medicamentosas y errores de prescripción: morbi-mortalidad

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sebastián Chaio

    2013-04-01

    Full Text Available La farmacovigilancia tiene por objeto la detección, evaluación, comprensión y prevención de cualquier problema relacionado a las drogas. La recolección de información relacionada a reacciones adversas medicamentosas (RAM posterior a la aprobación y el manejo del riesgo basados en los datos observacionales son críticos para la salud pública.El objetivo primario fue evaluar la morbimortalidad de las reacciones adversas medicamentosas y describir los errores médicos de prescripción en un hospital público de la Ciudad de Buenos Aires. Se llevó a cabo un estudio prospectivo observacional. Se definió RAM como cualquier manifestación nociva, clínica y/o biológica imputable a un medicamento, que ocurra a las dosis habitualmente utilizadas en humanos para la profilaxis, diagnóstico o tratamiento de una enfermedad. La mortalidad global fue del 7% (21/310 y la atribuible a RAM observada fue del 1% (3/310. Se identificaron 149 RAMs en el 36% de los pacientes (111/310 y las RAM constituyeron el 11% (35/310 de los motivos de internación. Las RAM causan un número significativo de internaciones y son responsables de morbilidad evitable durante la internación. Ningún fármaco aislado causó más del 6% de las RAM, por lo que las estrategias para disminuirlas deben estar dirigidas a múltiples grupos farmacológicos.

  5. Mortalidad por suicidio en la provincia de Pinar del Río

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Carmen Valdés Vento

    2003-02-01

    Full Text Available Se trata de una investigación descriptiva y retrospectiva sobre el comportamiento de la mortalidad por suicidio en la provincia Pinar del Río durante el año 2001, de acuerdo con una serie de variables seleccionadas. Se estudiaron todos los fallecidos por esa causa en el período señalado, que fueron un total de 110 para una tasa de 14,9 por 100 000 habitantes, por lo que es la séptima causa de muerte en la provincia. Llama la atención el amplio predominio del sexo masculino, de la incidencia en la tercera edad, y el hecho de no haber tenido este año el municipio Sandino fallecido alguno por esta causa, así como que el municipio de mayor número de fallecidos por este motivo fue Viñales con una tasa de 26,0 por 100 000 habitantes.A retrospective descriptive research work on the situation of mortality from suicide in Pinar del Río province during 2001 was carried out based on a group of selected variables. All the deaths form this cause, which amounted to 110 persons for a rate of 14.9 per 100 000 pop, were studied. Suicide was the seventh cause of death in the province. It should be underlined that males prevailed, the incidence of the elderly was high and that Sandino municipality had no death from suicide in this year whereas Viñales municipality showed the highest number of deceased, with a mortality rate of 26 per 100 000 pop.

  6. Prevenção da mortalidade materna: desafio para o enfermeiro Prevención de la mortalidad materna: un desafío para la enfermera Maternal mortality prevention: a challenge for nurses

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia Santos Barbastefano

    2009-04-01

    Full Text Available Neste artigo analisamos os principais aspectos sobre a mortalidade materna, tendo como objetivo a promoção de ações preventivas para a morte materna evitável. Verifica-se que entidades como a ADVOCACY têm significativa participação nos projetos visando redução das taxas de mortalidade materna e o ajustamento de condutas de proteção aos direitos da mulher. Observa-se ainda que a SES, através das Resoluções nº 1.052/95 e nº 1.642/2001, expressa a política estadual para redução do problema. Conclui-se que há indícios de vontade política nas propostas e projetos para redução das taxas de mortalidade materna evitável, porém não há cobrança da sua efetividade. Profissionais da saúde como o enfermeiro, precisam reunir esforços, conscientização e sensibilização em suas ações preventivas.En este artículo se analizan los aspectos principales sobre mortalidad maternal que tiene como objetivo la promoción de acciones preventivas para la muerte materna evitable. Se verifica que las entidades como la ADVOCACY tienen participación significante en los proyectos que buscan la reducción de la tasa de mortalidad materna y el ajuste de procedimientos de protección de los derechos de la mujer. También se observa que la Secretaria Estatal de Salud, a través de las Resoluciones nº 1.052/95 y nº1.642/2001, expresa las políticas estatales para la reducción del problema. Se concluye que hay indicaciones de voluntad política sobre las propuestas y proyectos para reducir las tasas de mortalidad materna evitables. Sin embargo no hay demandas sobre su efectividad. Los profesionales de salud como enfermeras necesitan recoger los esfuerzos, y también una actitud de comprensión y sensibilidad en sus acciones preventivas.In this article theprincipal aspects about maternal mortality are analyzed, with the objective the promotion of preventive actions for the avoidable maternal death. It is verified that entities as ADVOCACY have

  7. INFLUÊNCIA DOS IMPACTOS AMBIENTAIS NA ESCOLHA DA PRAIA DE DESOVA DA ESPÉCIE Eretmochelys imbricata

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Múcio Luiz Banja Fernandes

    2016-12-01

    Full Text Available As tartarugas marinhas compõem o grupo dos répteis mais ameaçados de extinção do mundo, pois além de parâmetros intrínsecos de sua biologia, a influência humana nos sítios de desova é considerada a principal causa da diminuição de suas populações, seja pela caça dos adultos, roubo dos ovos ou influência no processo de desenvolvimento e nascimento dos filhotes, em especial no que se refere a Eretmochelys imbricata, que apresenta seus sítios de reprodução em áreas tropicais com alta frequência humana. Diante do exposto, este trabalho investiga a influência dos diferentes níveis de impacto ambiental na escolha da praia para desova da espécie E. imbricata. A pesquisa foi realizada no município de Ipojuca, litoral sul do estado de Pernambuco, nas praias de Merepe e Porto de Galinhas. Para coleta de dados, foi realizado um levantamento bibliográfico referente as atividades de monitoramento de desovas no litoral, visita as áreas de estudo para observação com realização de fotografias e foi construído um check-list para analisar os parâmetros de impactos antrópicos percebidos na região. Após realizada análise dos dados de acordo com os critérios estabelecidos no check-list, e feito o levantamento do número de desovas nas praias investigadas, comprovou-se que a praia de Porto de Galinhas apresentou os menores registros de desovas de tartarugas e as maiores ações modificadoras sobre o ambiente costeiro. Esse resultado está diretamente ligado a forte especulação imobiliária daquele ambiente praial. Por outro lado, a praia de Merepe possui melhores condições para desovas naquele litoral. Palavras-chave: tartaruga marinha, Merepe, Porto de Galinhas, nidificação.

  8. Mortalidade do ácaro predador Neoseiulus californicus (Acari: Phytoseiidae em testes de toxicidade residual de inseticidas e acaricidas usuais em pomáceas Mortality of predatory mite Neoseiulus californicus (Acari: Phytoseiidae in residual toxicity persistence tests

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo Gustavo Ruiz

    2008-12-01

    Full Text Available Os ácaros fitoseídeos, especialmente Neoseiulus californicus (McGregor, são importantes agentes de controle biológico de ácaros tetraniquídeos-praga nas culturas de pomáceas no "Alto Valle del Río Negro y Neuquén", Argentina. Neste trabalho, avaliou-se a mortalidade de N. californicus quando exposto a resíduos dos inseticidas azimphos-methyl, carbaryl e cyfluthrin, e dos acaricidas cyhexatin e propargite. Os produtos foram aplicados às concentrações recomendadas em plantas de pereira. Um, três, seis e dez dias após a aplicação (DAA, folhas tratadas foram retiradas das plantas para a preparação de unidades experimentais. Cinco adultos de N. californicus, provenientes de criação-estoque, foram transferidos para cada unidade, onde pólen de taboa foi fornecido como alimento. As unidades foram mantidas a 25 ± 2 ºC, 60 ± 10% de umidade relativa e fotoperíodo de 14 h. A mortalidade do ácaro foi avaliada 24 h após o confinamento. As médias de mortalidade foram comparadas pelo teste de Dunnett, a 5% de probabilidade. A progressão do declínio do efeito dos produtos testados foi submetida à análise de regressão. Nas duas primeiras datas de avaliação, todos os produtos apresentaram valores de mortalidade significativamente diferentes da testemunha tratada com água. Seis dias após a aplicação, propargite, cyhexatin e cyfluthrin apresentaram mortalidade de aproximadamente 30%, enquanto a mortalidade nos tratamentos azimphos-methyl e carbaryl apresentou níveis estatisticamente similares aos da testemunha. Dez dias após a aplicação, a mortalidade em todos os tratamentos não diferiu significativamente da testemunha. O efeito de todos os produtos apresentou declínio progressivo ao longo do período de observação, sendo significativa a 1% de probabilidade a regressão linear negativa para os valores obtidos. Os maiores efeitos negativos sobre a sobrevivência de N. californicus corresponderam aos acaricidas testados

  9. Tráfego veicular e mortalidade por doenças do aparelho circulatório em homens adultos Tráfico vehicular y mortalidad por enfermedades del aparato circulatorio en hombres Motor vehicle traffic and cardiovascular mortality in male adults

    OpenAIRE

    Mateus Habermann; Nelson Gouveia

    2012-01-01

    OBJETIVO: Analisar a associação entre indicadores de exposição à poluição por tráfego veicular e mortalidade por doenças do aparelho circulatório em homens adultos. MÉTODOS: Foram analisadas informações sobre vias e volume de tráfego no ano de 2007 fornecidas pela companhia de engenharia de tráfego local. Mortalidade por doenças do aparelho circulatório no ano de 2005 entre homens > 40 anos foram obtidas do registro de mortalidade do Programa de Aprimoramento de Informações de Mortalidade do ...

  10. Tuberculose na cidade de Salvador, Bahia, Brasil: o perfil na década de 1990 Tuberculosis in Salvador, Bahia, Brazil, in the 1990s

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Izabel Mota Xavier

    2007-02-01

    Full Text Available Com o objetivo de caracterizar o perfil epidemiológico da tuberculose (incidência e mortalidade no Município de Salvador, Bahia, Brasil, na década de 1990, foram analisadas as características demográficas, clínicas e laboratoriais dos casos e óbitos por esta doença ocorridos no período. Foram calculadas as taxas médias anuais de mortalidade e da incidência por sexo, faixa etária e formas clínicas da doença com base nas informações dos bancos de dados do Sistema de Informações de Tuberculose da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia e do Sistema de Informações de Mortalidade do Ministério da Saúde. Analisou-se a distribuição espacial da tuberculose segundo distritos sanitários. Ficou evidente o predomínio dos casos e óbitos no sexo masculino e na faixa etária de 15 a 39 anos. A forma pulmonar apresentou uma maior taxa de incidência e de mortalidade. Sobre a hipótese de que, a co-infecção AIDS/tuberculose possa contribuir para manter elevadas taxas de mortalidade, os dados existentes não corroboram para esta associação. A maior ocorrência de tuberculose em determinados distritos sanitários pode estar associada à densidade populacional e às condições desfavoráveis de vida.The characteristics of tuberculosis (TB cases and deaths were analyzed in order to characterize the epidemiological profile of TB (incidence and mortality in Salvador, Bahia, Brazil, in the 1990s. Annual incidence and mortality rates were calculated by gender, age bracket, and clinical forms of the disease using databases from the Tuberculosis Information System of the Bahia State Health Secretariat and the Mortality Information System of the Brazilian Ministry of Health. TB spatial distribution was analyzed according to health district. Cases and deaths were predominantly in males in the 15 to 39 year group. The pulmonary form showed the highest incidence and mortality. The existing data did not corroborate the hypothesis that AIDS

  11. Mortality from colorectal cancer in Andalusia: findings in favor of mass screening Mortalidad por cáncer colorrectal en Andalucía: aportaciones al cribado poblacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    M. Ruiz-Ramos

    2005-02-01

    Full Text Available Objective: to describe mortality from colorectal cancer (CRC in Andalusia from 1975 to 2001 in order to facilitate decision-making on mass screening. Design: a population-based descriptive study. Considering mortality data from CRC and the resident population of Andalusia during the studied period, the main indicators of mortality by age and sex groups were calculated, and trends were estimated. Results: there have been annual increases in mortality of 1.99% in men and 0.15% in women during the study period. In men, this is mainly due to increased mortality in those older than 65 years, and in women in those in the 35- to 64-year-old age group. In the younger age groups of both sexes, there has been a decline in mortality. The trend of mortality from colon cancer was positive in both men and women, but from rectal cancer was negative in women and slightly positive in men. Conclusions: increased mortality from CRC in Andalusia may justify mass screening measures to potentially change mortality evolution, as has occurred in other countries.Objetivo: describir la mortalidad por cáncer colorrectal (CCR en Andalucía desde 1975 a 2001 para ayudar a la toma de decisiones sobre el cribado poblacional. Diseño: estudio descriptivo de base poblacional. Con los datos de mortalidad por CCR y la población de residentes en Andalucía durante el periodo estudiado, se han calculado los principales indicadores de mortalidad por grupos de edad y sexos y se han estimado las tendencias. Resultados: se ha producido un aumento de 1,99% anual de la mortalidad en los hombres y un 0,15% en las mujeres en el periodo de estudio. En los hombres debido principalmente al incremento de la mortalidad en los mayores de 65 años y en las mujeres en el grupo de edad de 35 a 64 años fue el que más creció, en los grupos de edad jóvenes se ha producido un descenso de la mortalidad en ambos sexos. Las tendencias de la mortalidad por cáncer de colon fueron positivas en hombres

  12. Efectos de la contaminación atmosférica sobre la mortalidad diaria en la ciudad de Zaragoza, España, 1991-1995

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arribas-Monzón Federico

    2001-01-01

    Full Text Available Objetivo. Analizar posibles efectos a corto plazo de la contaminación atmosférica sobre la mortalidad diaria en la población de Zaragoza (España. Material y métodos. Estudio ecológico realizado en Zaragoza, España, en los años 1991 a 1993. Mediante modelos de regresión de Poisson autorregresiva se estudió la asociación entre exposición a partículas en suspensión y dióxido de azufre (SO2, y defunciones diarias de 1991 a 1995. Se consideraron por separado cuatro variables respuesta: mortalidad total para toda la población (excluidas las causas externas, mortalidad en mayores de 69 años, mortalidad específica por enfermedades respiratorias y mortalidad por enfermedades cardiovasculares. Resultados. No se utiliza muestra. Se utilizaron los paquetes estadísticos EGRET y SPSS. Se encontraron asociaciones entre niveles de SO2 y mortalidad por enfermedades cardiovasculares, riesgo relativo (RR=1.018 IC 95%: 1.001-1.036, así como entre partículas en suspensión y mortalidad por enfermedades respiratorias (RR=1.028 IC 95%: 1.006-1.051. Durante épocas cálidas, se observó un efecto significativo de las partículas en suspensión sobre la mortalidad por enfermedades cardiovasculares (RR=1.020 IC 95%: 1.001-1.040. Conclusiones. A pesar de los bajos niveles de contaminación existentes, se han detectado efectos significativos de incrementos en la concentración de contaminantes atmosféricos sobre la mortalidad por enfermedades cardiovasculares y respiratorias, especialmente en los meses cálidos. El texto completo en inglés de este artículo está disponible en: http://www.insp.mx/salud/index.html

  13. Mortalidade por acidentes de trânsito e homicídios em Curitiba, Paraná, 1996-2011

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mayckel da Silva Barreto

    Full Text Available Resumo OBJETIVO: descrever a tendência da mortalidade por homicídios e acidentes de trânsito de residentes em Curitiba, Paraná, Brasil, no período 1996-2011. MÉTODOS: estudo ecológico de séries temporais com dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade; a análise de tendência foi realizada por modelos de regressão polinomial, segundo sexo. RESULTADOS: o coeficiente de mortalidade por acidentes de trânsito no sexo masculino declinou de 61,7 em 1996 para 28,4 em 2011 (-46%, e no feminino, de 16,5 para 7,3 óbitos por 100 mil habitantes (-44,2%; o coeficiente de mortalidade por homicídios entre os homens elevou-se de 32,5 para 69,3 (+113,2% e, entre as mulheres, de 4,4 para 5,3 óbitos por 100 mil habitantes (+20,4%. CONCLUSÃO: a mortalidade por homicídios aumentou; estratégias de prevenção das violências devem ser direcionadas às especificidades das causas externas e à maior exposição dos homens a esses agravos.

  14. Homocisteína como fator de risco para doenças cardiovasculares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sthefano Atique Gabriel

    2007-05-01

    Full Text Available Elevadas concentrações plasmáticas de homocisteína têm sido identificadas como um fator de risco independente para aterosclerose cerebral, coronariana e periférica. Os efeitos danosos da homocisteína sérica são fruto de suas características aterogênicas e trombogênicas. O tratamento mais eficaz para hiperhocisteinemia consiste na redução da homocisteína plasmática, através da fortificação alimentar com suplementos vitamínicos, ricos em vitamina B6, vitamina B12 e, principalmente, acido fólico. A dose recomendada é de 400 microgramos de folato por dia, sendo esta medida uma poderosa redutora da morbidade e mortalidade cardiovascular, além de prevenir possíveis defeitos de fechamento do tubo neural.

  15. La gripe española y crisis de mortalidad en Salta, Argentina. A principios del siglo XX

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adrián Carbonetti

    2013-07-01

    Full Text Available La sociedad salteña, a principios del siglo XX, se caracterizaba por importantes desigualdades de tipo social, que a su vez cristalizaban en problemas en el ámbito de la salud y la educación. Con tasas de mortalidad general e infantil muy altas, ocasionadas por el impacto de dolencias endémicas y epidémicas, la población debía lidiar con graves problemas de salud. No obstante, en 1919 esa situación se agravó, a las epidemias y endemias se sumó la segunda oleada de la pandemia de “gripe española” generando una crisis de mortalidad. En este artículo se pretende analizar el papel  que habría tenido  la segunda oleada de gripe española en la provincia y en los Departamentos de la misma que habría generado esta crisis. Para ello se realiza un análisis de carácter cuantitativo con base a datos provistos por la Dirección de Estadísticas de la Provincia de Salta (Argentina, con los cuales se generarán tasas de mortalidad y sobremortalidad que se relacionarán con datos provistos por el censo de población de 1914 proyectados, este análisis será relacionado con datos cualitativos que provee el único  periódico de la época encontrado.

  16. Mortalidad en Susques (período 1903-1950: distribución sexual y por grupo de edad

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bejarano, Ignacio

    1999-01-01

    Full Text Available El estudio de la mortalidad constituye un indicador demográfico importante del estado sanitario de una población. A partir del mismo se pueden determinar las patologías más frecuentes que la afectan e inferir las condiciones de salud que la caracterizan como un conjunto. El objetivo de este trabajo fue evaluar la mortalidad en Susques a través del análisis de las causas de muerte por sexo y grupos de edad. A partir de los registros de defunciones se determinó el porcentaje de defunciones y de las causas de muerte por edad y sexo en el período 1903-1950. El patrón de morbimortalidad de la población en estudio se caracteriza por: a ausencia de diferencias sexuales; b un porcentaje elevado de defunciones en los niños de 0-9 años; c presentar como principal causa de muerte en este grupo de edad las enfermedades infecciosas y parasitarias y en los restantes grupos las enfermedades del aparato respiratorio. Este patrón de mortalidad se atribuiría preponderantemente a factores mesológicos propios de los ecosistemas de altura: condiciones sanitarias deficientes, menor nivel socioeconómico y limitado acceso a recursos energéticos y nutricionales. Los resultados de esta investigación proporcionan la primera evaluación del estado de salud de la población susqueña en el período analizado y permiten comprender, al compararlos con los datos actuales, los cambios que los sistemas sociales deben encarar en respuesta a los requerimientos planteados en el sector salud de la población.

  17. Mortalidad y años de esperanza de vida perdidos a causa del consumo de alcohol en Argentina. 2008

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Laura Débora Acosta

    2012-01-01

    Full Text Available Los datos sobre prevalencia de consumo de alcohol en Argentina, podrían indicar un fuerte impacto del consumo de alcohol en la mortalidad general y en la esperanza de vida, en especial en el sexo masculino. El objetivo de este trabajo es analizar el impacto del consumo de alcohol en la mortalidad de los argentinos en el año 2008, mediante la metodología propuesta por el Centers of Disease Control and Prevention (CDC, 1990, suavizando los casos con el promedio de defunciones producidas entre los años 2007 a 2009. Así mismo se analizan los Años de Esperanza de Vida Perdidos (AEVP del año 2008, según la metodología propuesta por Arriaga (1996. Se utilizaron fuentes de datos secundarios: registro de defunciones y datos de prevalencia de consumo de alcohol en la población. En ese año se produjeron 11.013 muertes atribuidas al consumo de alcohol (3,6% del total de muertes en la población, de las cuales el 73% se produjeron en el sexo masculino. Los AEVP a causa del consumo de alcohol fueron de 0,20 años en mujeres y 0,80 años en hombres. Las causas con más impacto en la pérdida de esperanza de vida son las causas externas de mortalidad y el grupo más afectado fue el de 15 a 34 años. Los resultados de este trabajo reflejan la necesidad de potenciar las estrategias de intervención dirigidas a controlar el consumo de alcohol, en especial en hombres jóvenes.

  18. Entre a viagem, a escrita e a publicação do relato, um mar de interesses. Argentina, Chile e Nova Zelândia comparados pelo britânico Robert FitzRoy na década de 1830

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gabriel Passetti

    2013-06-01

    Full Text Available Este artigo tem por objetivo discutir as relações entre a viagem, a escrita, a publicação de um relato e os interesses pessoais e a conjuntura social e política no momento de sua redação. A discussão recai sobre as escolhas na seleção de temas e formas de descrever locais, a partir de objetivos pessoais, econômicos ou políticos. São analisadas as imagens da América do Sul e da Oceania presentes no livro Narrative of the surveying voyages of HMS Beagle, produzido pelo comandante da Marinha Britânica Robert FitzRoy, entre os anos de 1836 e 1839, no contexto de intensas discussões e projetos para a expansão do império britânico.

  19. ATUAÇÃO PSICOLÓGICA NA ASSISTÊNCIA À CRIANÇA COM CÂNCER: DA PREVENÇÃO AOS CUIDADOS PALIATIVOS

    OpenAIRE

    Luciana Araújo Gurgel; Ana Maria Vieira Lage

    2014-01-01

    Câncer é considerado problema de saúde pública. Na infância, apresenta alta incidência e mortalidade. Entretanto, a cura aumenta com diagnóstico precoce e tratamentos adequados, realizados por uma equipe multiprofissional. O psicólogo se insere nessa equipe e na equipe de cuidados paliativos, forma de cuidar oferecida para pacientes que não apresentam respostas a tratamentos curativos. A proposta desse trabalho é comentar a atuação do psicólogo na assistência à criança com câncer em to...

  20. Mortalidad infantil por malformaciones congénitas en Chile: análisis temporal y espacial, 1997-2011

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Edgardo Dipierri

    Full Text Available OBJETIVO:Analizar la distribución espacial y temporal (1997-2011 de la mortalidad infantil por malformaciones congénitas (MC en Chile. MÉTODOS: Los datos de nacimientos y muertes en menores de 1 año de edad codificados con la CIE-10 se obtuvieron del Instituto Nacional de Estadísticas. Para las regiones administrativas y las naturales (Norte Grande, Norte Chico, Central, Austral y Sur, sistemas (nervioso, cardiovascular, digestivo, genitourinario, musculo esquelético, anomalías cromosómicas y 28 malformaciones específicas, se estimaron el porcentaje de muertes por MC (PM-MC y la tasa de mortalidad infantil por MC (TMI-MC en 3 períodos (1997-2001, 2002-2009, 2007-2011. La tendencia secular y la variación del riesgo de muerte se estimaron con un modelo de regresión de Poisson. RESULTADOS: Para todo Chile, la tendencia secular de la TMI-MC y el PM-MC fueron negativa y positiva, respectivamente (P < 0,01. La TMI-MC y el PM-MC exhibieron una heterogeneidad espacial discreta en las regiones administrativas y naturales. La región natural que más se acercó al patrón nacional fue la Central. La tendencia secular de la TMI-MC de los sistemas nervioso y cardíaco y de algunas MC específicas (anencefalia, espina bífida, y comunicaciones interauricular e interventricular fue negativa. El patrón de mortalidad infantil por MC para todo Chile se caracteriza por presentar en el período 1997-2011 un descenso de la TMI-MC y un aumento del PM-MC. CONCLUSIONES: Los resultados indican que Chile se encuentra en un estadio avanzado de la transición epidemiológica de las causas de mortalidad infantil. Sin embargo, se observan disparidades interregionales de estos indicadores, más notorias en el sur del país.

  1. Efectividad de las visitas domiciliarias en ancianos sobre el estado funcional, mortalidad e ingreso en residencias de larga estancia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Miriam Rubio Acuña

    2013-06-01

    Full Text Available Pregunta clínica: ¿en adultos mayores, las visitas domiciliarias comparadas con el control habitual son efectivas para evitar la declinación de la funcionalidad, disminuir la mortalidad y el ingreso a residencias de larga estancia? Artículo: Huss A, Stuck A, Rubenstein L, Egger M, Clough-Gorr K. Multidimensional Preventive Home Visit Programs for Comunity-Dwelling Olders Adults: A Systematic Review and Meta- Analysis of Randomized Controlled Trial. J Gerontol A Biol Sci Med Sci 2008; 63 (3: 298-307. Resumen del estudio: revisión sistemática que pretende resumir el efecto de los programas de visitas domiciliarias en el ingreso en residencias de larga estancia, el estado funcional y mortalidad. Las visitas domiciliarias no mostraron efectividad en la admisión en residencias de larga estancia [OR 0,86 (0,68- 1,10]. El deterioro funcional se redujo solo cuando incluía una valoración multidimensional y examen clínico inicial [OR 0,64 (0,48-0,87]. Solo existió una disminución de la mortalidad en los adultos mayores 77 años que recibían visitas domiciliarias [OR 0,74 (0,58 a 0,94]. Comentario: el estudio presenta suficiente validez, la estrategia de búsqueda fue amplia y completa, sin restricción de idioma e incluyó literatura gris. Fue evaluada la calidad de los estudios considerando la randomización, ocultamiento de la secuencia y ciego. Para valorar la heterogeneidad se utilizó un indicador de medición de inconsistencia y el valor p. A pesar de que los resultados de esta RS son bastantes modestos en relación a la funcionalidad y la mortalidad, crear un programa de visitas domiciliarias en ancianos seria beneficioso, considerando la importancia de la funcionalidad en la calidad de vida de estos.

  2. Variaciones regionales de la mortalidad por homicidios en Jalisco, México Regional variations in homicide mortality in Jalisco, Mexico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    María Guadalupe Vega-López

    2003-04-01

    Full Text Available El presente estudio busca describir las variaciones regionales de la mortalidad por homicidios en el estado de Jalisco, México, en 1989-1991, 1994-1996 y 1999-2000, analizando a su vez el comportamiento de la tasa de homicidios según género y estratos de bienestar socioeconómico. A partir de la información sobre mortalidad generada por el Instituto Nacional de Estadística, Geografía y Informática, se calcularon tasas ajustadas por edad y género e índices de sobremortalidad masculina. Además, se calcularon razones de tasa y su intervalo de confianza (95%. Los resultados reflejan que la tasa de homicidios presenta una tendencia decreciente en los años 90; que existe un patrón regional de la mortalidad por homicidios, observándose las tasas más altas en regiones periféricas del estado consideradas entre las más pobres; que los municipios ubicados en el estrato de bienestar más bajo presentan un exceso de mortalidad por homicidios estadísticamente significativo, y que hay una evidente sobremortalidad masculina por esta causa. Aspectos como los antes descritos implican tareas y desafíos para la salud pública y para los organismos encargados de preservar la ley y el orden, entre ellos la necesidad de implementar políticas intersectoriales diferenciadas, que tomen en consideración las particularidades que rodean al homicidio y al crimen violento en Jalisco.The present study describes regional variations in homicide rates in Jalisco State, Mexico, in 1989-1991, 1994-1996, and 1999-2000, analyzing the trends by gender and socioeconomic stratum. Using mortality data generated by the National Institute for Statistics, Geography, and Information Technology, homicide rates adjusted by age and gender were calculated, along with rate/female rate ratios; rate ratios by socioeconomic stratum and 95% confidence intervals were also calculated. According to the results, the homicide rate showed: a downward trend in the 1990s; a regional

  3. Mortalidad perinatal en el parto prematuro entre 22 y 34 semanas en un hospital público de Santiago, Chile

    OpenAIRE

    Ovalle S,Alfredo; Kakarieka W,Elena; Díaz C,Marcela; García Huidobro M,Trinidad; Acuña M,María Jesús; Morong C,Carla; Abara C,Selim; Fuentes G,Ariel

    2012-01-01

    Objetivo: Conocer la mortalidad perinatal del parto prematuro y los factores de riesgo asociados, usando los datos perinatales clínicos, los resultados de laboratorio y los hallazgos patológicos del feto, neonato y placenta. Métodos: Estudio retrospectivo, cohorte de 407 nacimientos prematuros, únicos, entre 22.0 y 34.0 semanas de gestación. Se estudiaron las muertes fetales y neonatales hasta los 7 días de vida. Fallecieron 122 niños (64 muertes fetales y 58 neonatales), 78 tuvieron autopsia...

  4. Crecimiento y mortalidad de Pinctada imbricata (Mollusca: Pteridae en Guamachito, Península de Araya, Estado Sucre, Venezuela

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    2005-01-01

    Full Text Available Se analizó el crecimiento, la distribución de tallas y la mortalidad de una población de Pinctada imbricata en Guamachito, Península de Araya, Venezuela, entre enero y diciembre de 2000. Los muestreos se realizaron mensualmente sobre transeptos perpendiculares a la línea de la costa con una rastra artesanal, tomando también datos sobre temperatura, oxígeno disuelto y salinidad de la columna de agua. La distribución de tallas fue variable con un predominio de tallas entre 50 y 70 mm, que constituyeron el 75% de la población. La mayor cantidad de juveniles fue observada en marzo, cuando la longitud media en la población fue de 55.8 mm. Los promedios de los pesos húmedo y seco siguieron la misma tendencia, con valores mínimos en junio, julio, septiembre y octubre de 2000. Las relaciones longitud-peso húmedo y longitud-peso seco fueron altamente significativas (P < 0.05. Los parámetros de la ecuación de crecimiento estacionalizada de von Bertalanffy fueron L∞ = 85.15 mm; K = 1.42 año–1, ts = 0.2, y C = 0.20; indicando un crecimiento lento (WP = 0.42 en el periodo de julio a noviembre, asociado con los parámetros ambientales del área con una longevidad estimada en 3 años. La mortalidad total fue de 14.35 año para los individuos pequeños (10–36 mm y 3.45 año, para los individuos grandes (36–84 mm. La alta tasa de crecimiento de P. imbricata muestra ser una ventaja para considerarla como una especie con potencial para actividades de acuicultura en la región. El banco ostrícola presenta buenas condiciones para mantener una explotación pesquera sostenida, tomando en consideración parámetros pesqueros como la captura registrada, el esfuerzo óptimo, la talla mínima de extracción, la mortalidad por pesca y la mortalidad natural.

  5. Desigualdades educacionales en mortalidad y supervivencia de mujeres y hombres de las Américas, 1990-2010

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariana Haeberer

    2015-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analizar la magnitud y tendencias de las desigualdades educacionales en mortalidad y supervivencia de mujeres y hombres entre países de las Américas. MÉTODOS: Se calcularon métricas de brecha y gradiente de desigualdad en mortalidad adulta, edad promedio de muerte, esperanza de vida y esperanza de vida saludable, según nivel educativo entre países en hombres y mujeres para 1990 y 2010. RESULTADOS: Entre 1990-2010 el promedio de años de escolaridad aumentó de 8 a 10 sin diferencia entre sexos. La tasa de mortalidad adulta (15-59 años no cambió: 1,9 por 1 000 mujeres y 3,7 por 1 000 hombres. El índice de desigualdad de la pendiente aumentó de -1,0 a -2,0 por 1 000 mujeres y de -1,2 a -4,4 por 1 000 hombres. La esperanza de vida aumentó de 75,6 a 78,7 años en mujeres y de 68,9 a 72,4 en hombres; la desigualdad absoluta disminuyó de 7,8 a 7,2 años en mujeres y aumentó de 7,2 a 9,2 años en hombres. La esperanza de vida saludable aumentó de 63,7 a 65,9 años en mujeres y de 59,5 a 62,5 años en hombres; el índice de desigualdad de la pendiente se redujo de 6,9 a 5,8 años en mujeres y aumentó de 6,9 a 7,8 años en hombres. CONCLUSIONES: Entre países de las Américas, los hombres tienen mayor riesgo de morir, mueren más tempranamente y viven menos años libres de enfermedad y discapacidad que las mujeres; el nivel educativo es un determinante de la mortalidad y la sobrevida en ambos sexos y las desigualdades educacionales son más pronunciadas y ascendentes entre hombres y desproporcionadamente concentradas en las poblaciones socialmente más desaventajadas.

  6. Características epidemiológicas de la mortalidad neonatal en el Perú, 2011-2012

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jeannette Ávila

    Full Text Available Objetivos. Describir las características epidemiológicas de las defunciones neonatales en el Perú. Materiales y métodos. Estudio descriptivo basado en notificaciones al Subsistema Nacional de Vigilancia Epidemiológica Perinatal y Neonatal (SNVEPN realizadas en los años 2011-2012. Se aplicó el método de captura y recaptura para calcular el subregistro de la notificación y estimar la tasa de mortalidad neonatal (TMN nacional y por departamentos. Se respondieron las preguntas dónde, cuándo, quiénes y por qué fallecen los recién nacidos (RN. Resultados. Se notificaron al SNVEPN 6748 defunciones neonatales, subregistro 52,9%. Se estimó una TMN nacional de 12,8 muertes/1000 nacidos vivos. Se encontró que 16% de las defunciones ocurrieron en domicilio y de estas 74,2% fueron en la región sierra, con predominio de zonas rurales y distritos pobres. El 30% falleció en las primeras 24 horas y el 42% entre los días 1 y 7 de vida. El 60,6% fueron RN prematuros y un 39,4% fueron RN de término. El 37% tuvieron peso normal, el 29,4% bajo peso y un 33,6%, muy bajo peso. La mortalidad neonatal evitable fue 33% siendo mayor en la zona urbana y sierra. El 25,1% falleció por causas relacionadas con la prematuridad-inmaturidad; 23,5% por infecciones; 14,1% por asfixia y causas relacionadas con la atención del parto y 11% por malformación congénita letal. Conclusiones. La mortalidad neonatal en el Perú es diferenciado por escenarios; mientras en la costa predominan los daños relacionados con prematuridad- inmaturidad, la sierra y selva registran mayor mortalidad neonatal evitable con predominancia de asfixia e infecciones

  7. Morbidade e mortalidade associadas ao fechamento de colostomias e ileostomias em alça acessadas pelo estoma intestinal

    OpenAIRE

    Oliveira,Ricardo Augusto Nahuz de; Oliveira,Paulo Gonçalves de; Santos,Antônio Carlos Nobrega dos; Sousa,João Batista de

    2012-01-01

    OBJETIVO: Avaliar a morbimortalidade de operações realizadas para fechamento de colostomias e ileostomias em alça. MÉTODOS: Foram analisados os dados epidemiológicos, complicações pós-operatórias, morbidade e mortalidade de pacientes que se submeteram à operações para fechamento de colostomias e ileostomias em alça. Foram excluídos os pacientes cujos dados não puderam ser obtidos nos prontuários e os que operações para fechamento requereram laparotomia mediana. RESULTADOS: Foram operados 88 p...

  8. Diferenciais regionais de mortalidade por câncer no Estado do Rio de Janeiro, Brasil, 1979-1981 Regional differentials in cancer mortality in a region of, Brazil, 1979-1981

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cynthia Boschi

    1991-08-01

    Full Text Available A partir do fato de que os neoplasmas malignos foram a terceira causa de morte no Estado do Rio de Janeiro, Brasil, no ano de 1980, apresentando taxa bruta igual a 89,8 por 100.000 habitantes, foi analisada a mortalidade por câncer segundo suas principais localizações anatômicas, no período 1979-1981. Dividiu-se o Estado em três regiões distintas: Capital, Cinturão Metropolitano e Interior. Foram calculados coeficientes de mortalidade trienais, posteriormente padronizados pelo método direto utilizando-se, para tal, a população mundial. Para cumprir o objetivo de comparar diferentes regiões geográficas foram calculadas razões padronizadas de mortalidade. Observou-se que as principais localizações anatômicas foram pulmão, estômago, próstata, esôfago e fígado, nos homens; e mama, estômago, pulmão, cérvix uterino e útero (não especificado, nas mulheres. Encontrou-se que as maiores taxas para o total de tumores ocorreram na Capital e as menores no Interior, sendo as maiores razões padronizadas de mortalidade aquelas para mama (1,88, cólon (1,71 e pulmão (1,70. A mortalidade por neoplasmas malignos de esôfago e de fígado foi maior no Interior do que nas demais regiões, em ambos os sexos. Concluiu-se que existe comportamento distinto da mortalidade por câncer entre as diferentes regiões, apontando, mais uma vez, na direção da determinação ambiental de grande parte dos neoplasmas malignos.In 1980, malignant neoplasms ranked 3rd as a cause of death in the State of Rio de Janeiro, Brazil, with a crude mortality rate of 89.8 per 100,000. Cancer mortality data for 1979-1981 are presented for the State, with the objective of analyzing regional differentials. For the purpose of comparing mortality from the most important cancers, the State was divided into three regions: Capital, Metropolitan Belt and Interior, on the basis of the geographical structure of the State - which gave rise to the present urbanization patterns

  9. Neonatal mortality: description and effect of hospital of birth after risk adjustment Mortalidade neonatal: descrição e efeito do hospital de nascimento após ajuste de risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aluísio J D Barros

    2008-02-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To assess the effect of hospital of birth on neonatal mortality. METHODS: A birth cohort study was carried out in Pelotas, Southern Brazil, in 2004. All hospital births were assessed by daily visits to all maternity hospitals and 4558 deliveries were included in the study. Mothers were interviewed regarding potential risk factors. Deaths were monitored through regular visits to hospitals, cemeteries and register offices. Two independent pediatricians established the underlying cause of death based on information obtained from medical records and home visits to parents. Logistic regression was used to estimate the effect of hospital of birth, controlling for confounders related to maternal and newborn characteristics, according to a conceptual model. RESULTS: Neonatal mortality rate was 12.7‰ and it was highly influenced by birthweight, gestational age, and socioeconomic variables. Immaturity was responsible for 65% of neonatal deaths, followed by congenital anomalies, infections and intrapartum asphyxia. Adjusting for maternal characteristics, a three-fold increase in neonatal mortality was seen between similar complexity hospitals. The effect of hospital remained, though lower, after controlling for newborn characteristics. CONCLUSIONS: Neonatal mortality was high, mainly related to immaturity, and varied significantly across maternity hospitals. Further investigations comparing delivery care practices across hospitals are needed to better understand NMR variation and to develop strategies for neonatal mortality reduction.OBJETIVO: Avaliar o efeito de hospital de nascimento na ocorrência de mortalidade neonatal. MÉTODOS: Uma coorte de nascimentos foi iniciada em Pelotas, em 2004. Todos os nascimentos hospitalares foram estudados em visitas diárias às maternidades da cidade, incluindo-se 4.558 recém-nascidos. As mães foram entrevistadas sobre fatores de risco em potencial e as mortes, monitoradas com visitas regulares aos

  10. Mortalidade por tuberculose e indicadores sociais no município do Rio de Janeiro Tuberculosis mortality and social indicatory in Rio de Janeiro city

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Genésio Vicentin

    2002-01-01

    Full Text Available Este artigo estuda a mortalidade por tuberculose no município do Rio de Janeiro ocorrida no ano de 1991 em comparação com indicadores sociais. Utilizou-se o software SPSS 8.0 - 1997 na análise estatística dos dados, que mostrou a existência de correlação entre a maioria dos indicadores socioeconômicos estudados e o coeficiente de mortalidade por tuberculose por 100 mil habitantes/ano. Apresentaram correlação significativa e direta os indicadores: índice de Robin Hood, razão de renda entre os 10% mais ricos e os 40% mais pobres e proporção de chefes de família com renda média entre um e dois salários mínimos. A correlação foi inversa e significativa com os indicadores: proporção de residentes com mais de 10 anos com curso superior, área média por domicílio, número de cômodos por domicílio, renda média em salários mínimos, e proporção de chefes de família com rendas entre 10-15, 16-20 e acima de 20 salários mínimos. Para a apresentação destes indicadores usou-se mapas do município, categorizados e distribuídos por Regiões Administrativas, revelando distintos Rios de Janeiro, quando este é visto sob o ângulo social: da doença, ou de vários outros indicadores.Regional tuberculosis mortality levels and their Rio de Janeiro City principals social indicatories at year 1991 have been compared in this study. Software SPSS 8.0 - 1997 was applied on making statistical data analysis, and have disclosed a present correlation among most indicative socioeconomics trends and the annual tuberculosis mortality coeficient/100 thousand inhabitants. Others social indicatives than Robin Hood index, 10% more rich to 40% more poor reason, head of family proportion wich 1-2 minimum wage monthly gain, disclosed imediate and significative statistical assurance level. In reverse and significative statistical assurance level, resident proportion with more 10 years old that have superior course, house área average, room average

  11. Fatores de risco associados à mortalidade em pacientes com sepse em unidade de terapia intensiva de hospital privado de Pernambuco Risk factors associated to mortality on septic patients in an intensive care unit of a general private hospital from Pernambuco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joana Corrêa de A. Koury

    2007-03-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Verificar a associação entre as características clínicas, epidemiológicas e laboratoriais com a mortalidade de pacientes com sepse, internados em UTI de hospital privado do estado de Pernambuco (Nordeste do Brasil, a fim de melhorar o atendimento a essa população, através da identificação precoce dos pacientes com risco de desenvolver falência de órgãos. MÉTODO: Estudo de caso-controle aninhado a uma coorte prospectiva e observacional que incluiu os pacientes adultos admitidos na UTI com sepse ou que a desenvolveram durante a internação. Foram colhidos os dados epidemiológicos, avaliados os escores clínicos e exames laboratoriais como: D-dímero, antitrombina III, INR, contagem de plaquetas, sódio, albumina, lactato e creatinina, sendo analisada sua associação com a mortalidade. Os pacientes foram acompanhados até a alta da UTI ou óbito. RESULTADOS: Foram incluídos no estudo 199 pacientes. Após regressão logística, apenas o tempo de internação na UTI maior que 72h, a presença de doença crônica associada, o número de órgãos acometidos superior a três e o lactato maior que 4 mmol/L estiveram associados com a mortalidade. Com relação à associação com o intervalo de tempo para o óbito, apenas o escore SOFA foi significativo, pois um terço dos pacientes com pontuação superior a 12 foram a óbito em menos de 72h. CONCLUSÕES: Os pacientes admitidos com sepse na UTI provenientes da comunidade (tempo de internação hospitalar BACKGROUND AND OBJECTIVES: Verify the association between clinical, epidemiological and laboratorial characteristics with mortality of septic patient in an Intensive Care Unit (ICU from Pernambuco, northeast of Brazil, to improve the attention for patients with sepse which are in risk of developing organ dysfunction. METHODS: Case-control study, without intervention, that included adults' patients admitted in ICU with sepsis or that developed it during ICU

  12. Nervous system cancer mortality in an industrialized area of Brazil 1980 - 1993 Mortalidade por câncer do sistema nervoso em uma área industrializada do Brasil 1980-1993

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    MARCILIA DE A. MEDRADO-FARIA

    2000-06-01

    Full Text Available OBJECTIVES: The industrialization process and nervous system cancer (NSC mortality in a urban region of Brazil. METHOD: From registries of the State System of Data Analysis Foundation (SEADE, 103 males deaths by NSC (ICD-9 in Baixada Santista (BS, from 1980 to 1993 were selected. Mortality ratios were calculated comparing the standardized mortality rate for ages over 10 years old (G1 and for the age group from 35 to 64 years old, in the industrialized and non-industrialized areas in three periods: 1980-1993, 1980-86, 1987-93. RESULTS: A statiscally significant high mortality was observed in the industrialized area, for ages over 10 in all periods and only from 1980 to 1993 for ages from 34 to 64. The highest mortality ratio occurred from 1980-86 for ages over 10 - 4.12 (CI 1.79-9.42. CONCLUSION: High mortality was probably related to the environmental and occupational exposure to many organic and inorganic chemical substances, considered carcinogenics, such as aliphatic and aromatic hydrocarbons, organochlorinated, formaldehyde, nitrogenated compounds and heavy metals, found in the port and industrial complex. We discuss the importance of case-control studies in characterizing the association of these and other risk factors in the determination of NSC.OBJETIVO: Estudar o processo de industrialização e a mortalidade por câncer do sistema nervoso (CSN em uma região urbana do Brasil. MÉTODO: Foram selecionados dos registros das Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados Estatísticos (SEADE, 103 óbitos por CSN (ICD-9 ocorridos na Baixada Santista, no sexo masculino acima dos 10 anos, de 1980 a 1993. Calcularam-se as razões de mortalidade, padronizadas por idade, comparando as áreas industrializada e não industrializada, nos períodos de 1980-93, 1980-96 e 1987-93. RESULTADOS: Observou-se excesso significante de mortalidade na área industrializada para a população acima de 10 anos, em todos os períodos - 3.11 (CI 1.84-5.32, 4

  13. Gastric and colorectal cancer mortality in an urban and industrialized area of Brazil Mortalidade por cânceres gástrico e colorretal em uma área urbana-industrial do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcilia de Araujo Medrado-Faria

    2001-04-01

    and genetic susceptibility.OBJETIVO: Estudar a mortalidade por cânceres gástrico e colorretal na Baixada Santista, região Sudeste do Brasil, onde situa-se importante complexo urbano-industrial. MÉTODO: Dos registros da Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (SEADE, obteve-se 1105 óbitos por câncer gástrico (CID 153-154 e 690 por câncer colorretal (CID 151, ocorridos em homens acima dos dez anos, residentes na Baixada Santista no período de 1980 a 1993, que encontram-se distribuídos entre os quatro municípios vinculados ao complexo industrial-portuário (área industrializada e os quatro municípios situados fora dele (área não industrializada. Para cada câncer e para as áreas foram calculadas as taxas de mortalidade, padronizadas pela população mundial de 1960. Calculou-se então as razões entre essas taxas nos períodos de 1980-93, 1980-86 e 1987-93. RESULTADOS: As taxas de mortalidade para o câncer colorretal foram significantemente mais altas na área industrializada com razões de 1,6 [IC 1,22 -- 2,29], 1,6 [IC 1,2 -- 2,0] e 1,6 [IC 1,3 -- 2,0], respectivamente nos períodos de 1980-86, 1987-93 e 1980-93. O câncer gástrico não apresentou diferença entre as áreas industrializadas e não industrializadas, mas decresceu significantemente na Baixada Santista entre os períodos de 1980-86 e 1987-93. CONCLUSÕES: O excesso de mortalidade por câncer colorretal na área industrializada pode estar relacionado com a exposição a numerosos carcinogênicos orgânicos (hidrocarbonetos aromáticos e alifáticos clorados e metais (cádmio, cromo e níquel presentes na região. A diferença não significante para o câncer gástrico entre as duas áreas e o decréscimo nos últimos anos estaria refletindo predominantemente os avanços na qualidade de vida nas áreas urbanas. Esses resultados demandam a realização de estudos caso-controle para analisar as associações entre esses cânceres e os fatores ambientais (ocupacionais, urbano

  14. Perfil da mortalidade materna em maternidade pública de Teresina - PI, no Período de 1996 a 2000: uma Contribuição da Enfermagem Perfil de la Mortalidad Materna en la Maternidad Pública de Teresina - PI (Brasil, en el Periodo de 1996 a 2000: una Contribución de la Enfermería Maternal profile Mortality in a Public Maternity of Teresina - PI (Brazil, in the Period between 1996 and 2000: a Nursing Contribution

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisca Maria do Nascimento

    2007-09-01

    Full Text Available Estudo quantitativo retrospectivo com objetivo de caracterizar o perfil da mortalidade materna em uma maternidade pública de Teresina-PI, no período de 1996 a 2000. O universo constou de 107 óbitos maternos, cujos instrumentos foram: prontuários, declarações dos óbitos, livro de registros e relatórios da enfermagem, coletados em setembro a dezembro de 2004 em formulário estruturado. Os dados relativos aos aspectos socioeconômicos e pessoais revelaram como procedência os Estados: Piauí (73, 33 da capital e 40 de outras cidades; Maranhão (33; e Pará (1. A maioria das mulheres era casada, tinha idade entre 20 e 30 anos, um a três filhos, ensino fundamental incompleto e era do lar. Os dados obstétricos na maioria revelaram a não-realização de seis consultas pré-natais, era a primeira gravidez, parto cesariano e admissão em estado grave. Destacaram-se como causas dos óbitos: infecções, hipertensão e hemorragias. Conclui-se que a mortalidade materna é problema grave, necessitando melhoria assistencial nos serviços de saúde.Estudio cuantitativo y retrospectivo, que objetivó caracterizar el perfil de la mortalidad materna de una maternidad pública en Teresina PI (Brasil, en el periodo de 1996 hasta 2000. El universo fue compuesto por 107 muertes maternas, cuyos instrumentos fueron: prontuarios, declaración de muertes, libros de registros y relatos de la enfermería, colectados en septiembre y diciembre de 2004 en formulario estructurado. Los datos relativos a los aspectos socioeconómico y personales revelaran como origen los Estados: Pará (01, Maranhão (33 y Piauí (73 de estos 33 de Teresina y 40 del interior. La mayoría de las mujeres era casada, tenía edad entre 20 y 30 años, de uno a tres niños, la educación básica incompleta, trabajadoras del hogar. Los datos de la obstetricia habían demostrado que la mayoría no realizaron seis consultas prenatales, estaban en el primer embarazo, parto cesariano y admitido

  15. Efectos a corto plazo de la contaminación atmosférica sobre la mortalidad: resultados del proyecto EMECAM en Vitoria-Gasteiz, 1990-94

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pérez Boillos María José

    1999-01-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: El objetivo de este trabajo es evaluar la asociación a corto plazo entre los niveles de humos negros (HN y SO2 y la mortalidad en Vitoria-Gasteiz para un período de cinco años, mediante la aplicación de la metodología de análisis estandarizada del proyecto EMECAM. MÉTODOS: Estudio ecológico de series temporales que trata de estimar la asociación entre las variaciones diarias de mortalidad (mortalidad total en todas las edades y mortalidad total en mayores de 70 años, y contaminación atmosférica (dióxido de azufre-SO2 y humos negros, utilizando modelos de regresión de Poisson. Se siguió la metodología EMECAM. RESULTADOS: La mediana de muertes diarias fue de tres en el total de la población y de dos en ancianos. El nivel medio de humos negros fue 51,15 m g/m³ y el de SO2 18,04 m g/m³. Se encontró una asociación estadísticamente significativa entre humos negros y mortalidad en ancianos durante el semestre frío, con un RR de 1,014 (IC 95%: 1,002-1,026, correspondiente a un incremento de 10 m g/m³ del contaminante. Parecía detectarse un umbral en 80-90m g/m³ de humos negros. La asociación con SO2 no fue significativa. CONCLUSIONES: Los niveles de humos negros del período estudiado se asocian a un incremento en la mortalidad en ancianos, coincidiendo con el resultado de otros estudios.

  16. Efecto de los servicios de salud y de factores socioeconómicos en las diferencias espaciales de la mortalidad mexicana

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    LÓPEZ-RÍOS OLGA

    1997-01-01

    Full Text Available Objetivo. La mortalidad en México ha disminuido de manera importante; sin embargo, persisten las diferencias regionales. En este trabajo se analiza la mortalidad mexicana, particularmente los factores de orden socioeconómico y de prestación de servicios de salud susceptibles de explicar dichas diferencias. Material y métodos. Los datos se tomaron del XI Censo de Población, de las estadísticas publicadas por el Grupo Interinstitucional de Información (Secretaría de Salud y de publicaciones del Instituto Nacional de Estadística, Geografía e Informática. El modelo causal se establece en términos de los modelos de estructuras de covarianza (LISREL, que permiten estimar el efecto de factores no medibles que afectan a un fenómeno específico; se utilizó el programa LISREL7. Resultados. Los niveles de desarrollo socioeconómico inciden directamente y de manera importante sobre las diferencias regionales de mortalidad. El efecto de los servicios de salud es menos importante. Conclusiones. Las diferencias regionales de mortalidad se explican por una interacción de los niveles de desarrollo socioeconómico y de prestación de servicios de salud; a un mayor desarrollo socioeconómico corresponde una menor mortalidad, lo mismo que mejores servicios de salud corresponden a una mayor utilización de los mismos, lo que repercute en una menor mortalidad. Es necesaria una mejor distribución regional de los servicios de salud.

  17. Suavizamiento controlado de tasas de mortalidad con P-splines: aplicaciones para México y el Reino Unido

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliud SILVA

    2014-01-01

    Full Text Available Se presenta un método original para controlar suavidad cuando se estiman tasas de mortalidad en un contexto bidimensional (por edades y años con una perspectiva de P-splines. El analista puede elegir el porcentaje de suavidad deseado, ya sea en la dimensión de edad, de años o de ambas, con el objetivo de obtener tendencias suavizadas de tasas de mortalidad que sean comparables. Para ello se proponen unos índices que relacionan la suavidad deseada con los parámetros que controlan el suavizamiento. También se establecen algunos resultados teóricos que brindan soporte a los índices de suavidad y se tocan algunos aspectos de carácter numérico. Con fines ilustrativos, el método propuesto se aplica a datos de estadísticas vitales para México y a datos del Continuous Mortality Investigation Bureau del Reino Unido.

  18. La mortalidad en la infancia durante la Guerra Civil. Impacto territorial estimado a partir del Censo de 1940

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Gil Alonso

    2009-01-01

    Full Text Available En este artículo se utilizan las preguntas del Censo de 1940 sobre la fecundidad retrospectiva ?hijos nacidos vivos e hijos supervivientes en el momento censal? de las mujeres casadas al menos una vez para estimar los niveles de supervivencia de sus descendientes y, por tanto, de mortalidad en la infancia (hasta los 15 años, según un método propuesto por W. Brass. Los resultados muestran que la Guerra Civil empeoró los niveles de supervivencia en la infancia en prácticamente todas las provincias españolas, pero tuvo un impacto diferencial muy contrastado. Comparando los niveles de supervivencia antes y durante el conflicto bélico, se obtiene que fueron las provincias meridionales y levantinas las más afectadas, mientras que en Cataluña y la Meseta septentrional los niveles de mortalidad en la infancia parecen haber empeorado menos, pese a que mostraban posiciones extremas respecto a los niveles de supervivencia antes de la guerra. De esto se deduce que, a pesar de que debiera existir una cierta relación entre el nivel de desarrollo demográfico y la vulnerabilidad que muestran las provincias ante una coyuntura desfavorable, tales características no parecen jugar un papel significativo como factor explicativo de los niveles de supervivencia durante el conflicto bélico.

  19. ¡Las mujeres vivimos más! Concepto de salud/mortalidad diferenciada. Margarita GONZALVO-CIRAC

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dolores Lopéz Hernández, Reseñadora

    2013-07-01

    Full Text Available Este libro responde en general a la pregunta que se hacía Robert W. Fogel (2009 en su obra Escapar del Hambre y la Muerte Prematura, 1700-2100. Europa, América y el Tercer Mundo: “¿Asistiremos a lo largo del siglo XXI a un incremento en la esperanza de vida en los países ricos tan espectacular como el que ha tenido lugar (de 30 a 40 años en el siglo XX?” “¿A qué se debe este imprevisto alargamiento de la vida humana? Es una pregunta que ha preocupado a algunas de las mentes más brillantes del siglo pasado, tanto en el campo de las ciencias sociales como en el de las ciencias biomédicas”. En su introducción, la autora irrumpe con otras preguntas: “¿Qué ha ocurrido en la evolución de la mortalidad en el siglo XX? ¿Cómo y qué explica la evolución y los niveles alcanzados en la calidad vida actual? ¿Se puede pensar en un incremento de este calibre durante el siglo XXI?” La obra nos presenta un recorrido sobre la evolución de la mortalidad y sus principales causas, las enfermedades, durante todo el siglo XX y la primera década del siglo XXI.

  20. Efectos a corto plazo de la contaminación atmosférica sobre la mortalidad: resultados del proyecto EMECAM en Valencia, 1994-96

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tenías Burillo José María

    1999-01-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Estimar el efecto a corto plazo de la contaminación atmosférica sobre la mortalidad en la ciudad de Valencia, durante el periodo 1994-1996, utilizando la metodología de análisis del estudio multicéntrico español sobre la relación entre la contaminación atmosférica y la mortalidad (proyecto EMECAM. MÉTODOS: De la red de vigilancia de la contaminación atmosférica de Valencia se obtuvieron los niveles diarios de humos negros, dióxido de azufre (SO2, dióxido de nitrógeno (NO2, monóxido de carbono (CO y ozono (O3. Los indicadores de mortalidad analizados fueron el número diario de defunciones por todas las causas, menos las externas, la mortalidad en mayores de 70 años, y la ocurrida por enfermedades respiratorias y del aparato circulatorio. Siguiendo la metodología del proyecto EMECAM se construyeron modelos de regresión autoregresiva de Poisson controlando por los diferentes factores de confusión (estacionalidad, tendencia, calendario, variables meteorológicas e incidencia de gripe. RESULTADOS: Para la mortalidad por todas las causas menos las externas se halló un efecto significativo de los humos negros (RR 10 µg/m3: 1,013; IC95% 1,003 a 1,023 y del CO 24 h (RR 1 mg/m3: 1,024; IC95% 1,003 a 1,046. Para la mortalidad en mayores de 70 años el efecto estimado fue algo mayor para humos negros (RR 10 µg/m3: 1,017; IC95% 1,005 - 1,029, así como para SO2 1h (RR 10µg/m3: 1,010; IC95% 1,002 - 1,018 y NO2 1h (RR 10 µg/m3: 1,007; IC95% 1,001 - 1,013. No se encontró una asociación significativa con la mortalidad por enfermedades respiratorias y del aparato circulatorio para todo el período. CONCLUSIONES: Los niveles actuales de contaminación en la ciudad de Valencia presentan un efecto significativo sobre la mortalidad diaria. Estos resultados son consistentes con los de investigaciones anteriores y coherentes con los obtenidos al analizar la relación entre contaminación atmosférica e indicadores de morbilidad.

  1. Frecuencia y causas de mortalidad en caballos pura sangre inglés de carreras en el hipódromo "La Rinconada", Caracas, Venezuela

    OpenAIRE

    Morales, Abelardo; García, Francisco; Gomez, Marian; Leal, Luis; López, Pedro; Planas, Gilberto; Rodríguez, Carlos; Vallejo, Mariela; Morales, María

    2010-01-01

    Este trabajo describe la frecuencia y causas de muerte súbita o que conllevaron a la eutanasia de caballos de carreras Pura Sangre Inglés del Hipódromo “La Rinconada” en Caracas, Venezuela. Se estudiaron 129 casos de mortalidad, 69 en caballos y 60 en yeguas, de una población de 1900 equinos durante el año 2009, mediante necropsia y análisis hematológicos, bacteriológicos e histopatológicos. La mortalidad anual fue por lo tanto 7% con un promedio mensual de 11 equinos muertos. La frecuencia d...

  2. Mortalidad perinatal en la Unión Europea ¿Influye si el parto es hospitalario o domiciliario? Revisión de la literatura

    OpenAIRE

    Núñez García, Óscar; Núñez García, Eva María; Ibáñez Gabarrón, Ana María; Rojo Atenza, Encarnación

    2014-01-01

    OBJETIVOS: - Describir el modelo de control de la gestación y asistencia al parto domiciliario tomando como referencia Países Bajos. - Comparar la Tasa de Mortalidad Perinatal (TMP) de los países europeos donde sea usual el parto domiciliario con los que la mayoría de sus partos sean atendidos en el hospital. - Mostrar los datos de Tasa de Mortalidad en Países Europeos. - Abrir nuevas vías de investigación respecto al tema. MÉTODOS: Revisión bibliográfica mediante búsqueda en bases de datos y...

  3. La gastroenterología en Venezuela durante el primer quinquenio del siglo XXI (I) causas hepato-biliares: Consideraciones sobre mortalidad

    OpenAIRE

    Lizarzabal de Belloso, Maribel

    2007-01-01

    Los perfiles de mortalidad orientan sobre las prioridades necesarias en la prevención de enfermedades. En Venezuela se publican Anuarios de Mortalidad oficiales basados en Certificados de Defunción (distribuidos por Direcciones Regionales de Epidemiología/DVE/DEAE/MSDS) que contienen causas de muerte codificadas, siguiendo lineamientos internacionales CIE-10 de la OMS. Aún cuando estas cifras están a disposición del público, consideramos importante en este trabajo descriptivo-retrospectivo ex...

  4. Dependencia funcional y su relación con la mortalidad general en adultos mayores. México: 2001-2015

    OpenAIRE

    Daniel Lozano Keymolen; Bernardino Jaciel Montoya Arce; Sergio Cuauhtémoc Gaxiola Robles Linares; Yuliana Gabriela Román Sánchez

    2018-01-01

    Objetivo: El objetivo de este artículo es estimar las probabilidades de transición entre los diversos grados de dependencia funcional, así como la capacidad predictiva de dicha dependencia para la mortalidad general de hombres y mujeres de 65 años y más residentes en México. Métodos: Mediante probabilidades se calculan transiciones entre diversos grados de dependencia funcional y, con modelos de riesgos proporcionales de Cox, se estiman los riesgos relativos de mortalidad. Resultados: Los ...

  5. Efectos a corto plazo de la contaminación atmosférica sobre la mortalidad: resultados del proyecto EMECAM en Madrid, 1992-1995

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Galán Labaca Iñaki

    1999-01-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A pesar de los cambios producidos en las fuentes de emisión, los niveles de partículas, SO2, y CO continúan siendo importantes en el municipio de Madrid. Por otro lado, contaminantes fotoquímicos, como el NO2 y O3, están adquiriendo una importancia creciente debido al incremento del tráfico rodado y los elevados niveles de insolación que tiene esta ciudad. El objetivo de este trabajo es establecer la relación a corto plazo entre los principales contaminantes y la mortalidad diaria en el municipio de Madrid, durante el periodo de 1992 a 1995, utilizando el protocolo estandarizado del proyecto EMECAM (Estudio Multicéntrico Español de Contaminación Atmosférica y Mortalidad. MÉTODOS: Las variaciones diarias de la mortalidad por todas las causas, menos las externas, en todas las edades y en las personas de 70 años y más, así como las del aparato circulatorio y respiratorio, se asocian con las variaciones diarias de partículas (PM10, SO2, NO2, CO y O3, mediante modelos de Poisson autorregresivos. Se controlan las variables estacionalidad, tendencia, temperatura, humedad relativa, gripe, día de la semana, y días festivos e inusuales. RESULTADOS: Se observan asociaciones positivas estadísticamente significativas del SO2 con todas las series de mortalidad analizadas, del CO con la mortalidad en las personas mayores de 69 años así como con la cardiovascular y respiratoria, y de las partículas con la mortalidad cardiovascular. El NO2 también se relaciona de forma estadísticamente significativa con la mortalidad cardiovascular. Estos efectos son inmediatos, es decir, ocurren con los contaminantes del mismo día. No se observaron asociaciones positivas significativas con el O3. CONCLUSIONES: Estos resultados sugieren que, para un espectro amplio de contaminantes principales, los niveles actuales de contaminación atmosférica en el municipio de Madrid se asocian con un incremento de la mortalidad.

  6. Fatores de risco para mortalidade neonatal em crianças com baixo peso ao nascer Factores de riesgo para mortalidad neonatal en niños con bajo peso al nacer Risk factors for neonatal mortality among children with low birth weight

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adolfo Monteiro Ribeiro

    2009-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar os fatores de risco associados aos óbitos neonatais em crianças com baixo peso ao nascer. MÉTODOS: Realizou-se um estudo de coorte, composto pelos nascidos vivos com peso entre 500 g e 2.499 g, residentes no Recife (PE, entre 2001 e 2003, produtos de gestação única e sem anencefalia. Os dados sobre os 5.687 nascidos vivos e 499 óbitos neonatais, provenientes do Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos e do Sistema de Informações sobre Mortalidade, foram integrados pela técnica de linkage. Em modelo hierarquizado, as variáveis dos níveis distal (fatores socioeconômicos, intermediário (fatores de atenção à saúde e proximal (fatores biológicos foram submetidas à análise univariada e regressão logística multivariada. RESULTADOS: Com o ajuste das variáveis na regressão logística multivariada, as variáveis do nível distal que permaneceram significantemente associadas com o óbito neonatal foram: a coabitação dos pais, número de filhos vivos e tipo de hospital de nascimento; no nível intermediário: número de consultas no pré-natal, complexidade do hospital de nascimento e tipo de parto; e no nível proximal: sexo, idade gestacional, peso ao nascer, índice de Apgar e presença de malformação congênita. CONCLUSÕES: Os principais fatores associados à mortalidade neonatal nos nascidos vivos com baixo peso estão relacionados com a atenção à gestante e ao recém-nascido, redutíveis pela atuação do setor saúde.OBJETIVO: Analizar los factores de riesgo asociados a los óbitos neonatales en niños con bajo peso al nacer. MÉTODOS: Se realizó un estudio de cohorte, compuesto por los nacidos vivos con peso entre 500 g y 2.499 g, residentes en Recife (Noreste de Brasil, entre 2001 y 2003, productos de gestación única y sin anencefalia. Los datos sobre los 5.687 nacidos vivos y 499 óbitos neonatales, provenientes del Sistema de Informaciones sobre Nacidos Vivos y del Sistema de

  7. APLICAÇÃO DA FONOFORESE NO TRATAMENTO DO FIBRO EDEMA GELÓIDE NA REGIÃO ABDOMINAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ohanna Daher de Paula FELIPE

    2015-12-01

    Full Text Available O objetivo desta pesquisa foi analisar os efeitos do ultrassom terapêutico de 3MHz associado a fonoforese na redução do fibro edema gelóide na região abdominal. Para tal realizou-se uma pesquisa experimental do tipo estudo de caso. O estudo foi realizado com uma paciente do sexo feminino, de30anos, com quadro de FEG graus 1 e 2 na região abdominal. Foram utilizados uma ficha de avaliação específica para fibro edema gelóide e registro fotográfico. A paciente foi submetida a 20 sessões de tratamento, realizando 3 vezes por semana, com duração de 24 minutos de ultrassom. O protocolo do US utilizado neste estudo foi frequência de 3 MHz, com intensidade de 0,6 w/cm², modo contínuo, associado a fonoforese com uma substância de acoplamento, em forma de gel, composto por arnica, algas marinhas, centella asiática, castanha da índia, cavalhinha, hera, erva mate, laranja amarga, chá verde, gengibre e L-carnitina, fabricado pela Buonavita cosméticos. Ao final do tratamento foi possível observar melhora no quadro de FEG, melhora no aspecto da pele e satisfação da paciente com os resultados. Com isso, conclui-se que o ultrassom associado à fonoforese pode ser benéfico no tratamento do FEG, provando ser um recurso eficaz na diminuição do aspecto do mesmo.

  8. Evolución de la mortalidad infantil en la ciudad de Barcelona (1983-1998 Trends in infant mortality in Barcelona [Spain], 1983-1998

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Emma Albacar

    2004-02-01

    Full Text Available Objetivo: Analizar las tendencias de la mortalidad infantil, teniendo en cuenta sus componentes y las principales causas de defunción entre los años 1983 y 1998 en la ciudad de Barcelona. Métodos: Se han calculado las tasas globales y por sexos de la mortalidad infantil, posneonatal, neonatal, neonatal tardía y neonatal precoz de los residentes de la ciudad de Barcelona entre los años 1983 y 1998, con los datos procedentes de los registros de mortalidad y natalidad. Los datos se han agrupado en períodos de 4 años y se han ajustado los modelos de regresión de Poisson con la finalidad de calcular los riesgos relativos de mortalidad que comparen estos períodos. También se ha calculado la variación porcentual entre las tasas de los períodos definidos. Resultados: En total, durante estos 16 años hubo 1.564 muertes. De éstas, 896 corresponden a niños (57,3% y las 668 restantes a niñas (42,7%. Las tasas de mortalidad infantil oscilan entre 10,5 por 1.000 nacidos vivos en el año 1986 y 3,4 10 años después, en el año 1996. Entre los años 1983 y 1988 se observa un estancamiento de la mortalidad infantil, y a partir del año 1989 se nota una disminución en las tasas de mortalidad infantil. La tasa de mortalidad neonatal, y sobre todo la neonatal precoz, experimentan un descenso más pronunciado que la mortalidad posneonatal. Las causas de defunción más frecuentes son las debidas a defectos congénitos (47,4% seguidas por las causas perinatales (32,1%. Conclusiones: Tras analizar la tendencia de la mortalidad infantil y haber observado la de años anteriores, se concluye que las tasas de mortalidad infantil han disminuido durante el período estudiado, aunque no con la misma intensidad que en décadas anteriores.Objective: To analyze trends in infant mortality, taking into account its main components and the principal causes of death between 1983 and 1998 in the city of Barcelona (Spain. Methods: We calculated overall mortality rates

  9. Tendências da mortalidade neonatal em São Luís, Maranhão, Brasil, de 1979 a 1996 Neonatal mortality trends in São Luís, Maranhão, Brazil, from 1979 to 1996

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valdinar Sousa Ribeiro

    2000-06-01

    Full Text Available O propósito do presente trabalho é avaliar a evolução da mortalidade neonatal em São Luís nos últimos 18 anos, classificá-la de acordo com os dias de vida e pelo critério de evitabilidade de óbitos da Fundação SEADE, a partir de dados do IBGE e do Ministério da Saúde. Detectou-se aumento da mortalidade neonatal, às custas de aumento expressivo do seu componente precoce, especialmente pelas causas reduzíveis por diagnóstico e tratamento precoce, e parcialmente reduzíveis por adequado controle da gravidez. A mortalidade infantil, desse modo, manteve-se inalterada, apesar do decréscimo do seu componente pós-neonatal. O aumento expressivo no coeficiente de mortalidade neonatal a partir de 1995 aponta para a queda na qualidade da assistência obstétrica e neonatal, talvez motivada pelo elevado percentual de cesáreas e pela superlotação dos berçários. A tendência de estabilidade ou aumento da mortalidade neonatal é semelhante à observada recentemente no Brasil como um todo e difere da observada em outras cidades brasileiras, nas quais foi descrita queda lenta, mas persistente, da mortalidade neonatal, em oposição a uma redução mais dramática em países desenvolvidos.This study examined neonatal mortality trends in São Luís in the last 18 years. The early and late components were assessed and causes were classified according to SEADE Foundation criteria based on reducibility of deaths and timing of prevention (during prenatal care, childbirth, or neonatal care. Data were derived from official live birth and death records. We detected an unexpected increase in the neonatal mortality rate, due primarily to a steep rise in early neonatal deaths. Causes reducible by early diagnosis and treatment (other specific infections and other neonatal respiratory causes and those partially reducible by adequate monitoring of pregnancy (preterm births, low birth weight, and respiratory distress syndrome showed the largest increase

  10. Violência no Município do Rio de Janeiro: áreas de risco e tendências da mortalidade entre adolescentes de 10 a 19 anos Violence in Rio de Janeiro Municipality: risk areas and mortality trends among adolescents 10 to 19 years old

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edinilsa Ramos de Souza

    1997-05-01

    Full Text Available O presente estudo apresenta dados de mortalidade geral e mortalidade por causas externas (acidentes de trânsito e homicídios entre adolescentes de 10 a 19 anos no Município do Rio de Janeiro, Brasil, no período de 1980 a 1994. O objetivo do estudo foi descrever e contextualizar a mortalidade por causas externas e identificar áreas do Município com maior risco para esses agravos. O estudo pretendeu ainda observar tendências e sazonalidades desta mortalidade e situar a violência no campo da saúde pública sob o enfoque da vigilância epidemiológica. As informações sobre a mortalidade foram extraídas das declarações de óbito cedidas pela Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro. Um total 20 224 declarações de óbito foram investigadas. As populações usadas nos denominadores das taxas foram estimadas a partir dos censos demográficos de 1980 e 1991. Para fins de análise, o Município foi dividido em oito áreas programáticas, cada uma composta por diversos bairros circunvizinhos. Realizou-se uma análise de séries temporais para os acidentes de trânsito e os homicídios. Os resultados mostraram que as causas externas são as principais causas de morte na faixa de 10 a 19 anos e no período estudado mostraram-se crescentes, principalmente entre o sexo masculino. Os resultados demonstraram ainda a heterogeneidade da distribuição da mortalidade em diferenciados espaços sócio-econômicos do Município. O estudo aponta para a necessidade de uma integração do setor de saúde a outros setores e instituições e de uma reestruturação do sistema de saúde em função da vigilância epidemiológica à violência.This study presents data on general mortality and mortality from external causes (traffic accidents and homicides among adolescents 10 to 19 years of age in Rio de Janeiro Municipality, Brazil, from 1980 to 1994. The purpose of the study was to describe and put into context mortality from external causes and to

  11. Preditores cardiovasculares da mortalidade em idosos longevos Cardiovascular mortality predictors in the oldest old

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Pedro Marafon

    2003-06-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho é investigar a associação entre fatores de risco e morbidade cardiovascular com mortalidade em idosos longevos. Noventa e um por cento da população com idade ³ 80 anos (n = 193 de Veranópolis, Rio Grande do Sul, no ano de 1996, foram avaliados para a detecção de fatores de risco e morbidade cardiovascular. Acompanhou-se esta população durante 3 anos e registraram-se os casos de óbitos. Os dados foram analisados por análise univariada e multivariada por regressão logística. Ocorreram 41 (21% óbitos (20 homens e 21 mulheres. As mortes foram distribuídas ao longo do período estudado como se segue: 3 (7,3% no primeiro ano, 8 (19,5% no segundo ano e 30 (73,2% no terceiro ano. Observou-se associação significativa de óbito com as seguintes características: pressão arterial diastólica (PAD, colesterol total (CT, LDL-C, ApoA-I, acidente vascular encefálico prévio (AVC, bloqueio do ramo direito (BRD e hipertrofia ventricular esquerda (HVE ao ECG. Os sobreviventes apresentaram níveis mais elevados de PAD, CT, LDL-C e ApoA-I. AVC, BRD e HVE. A análise multivariada mostrou que as variáveis eram fatores de risco independentes. Os fatores de risco cardiovascular parecem atuar de forma diferenciada em longevos.This article investigates the association between cardiovascular risk factors and cardiovascular morbidity and mortality in the oldest old. In 1996, 91% of the population ³ 80 years of age from Veranópolis, Rio Grande do Sul State, Brazil, were evaluated to detect cardiovascular risk factors and morbidity. The sample was followed up for three years, with the assessment of deaths. The analysis was done using univariate statistics and multivariate logistic regression analysis. There were 41 deaths (21%: 20 men and 21 women. Deaths were distributed by year as follow: 03 (7.3% in the first year, 08 (19.5% in the second, and 30 (73.2% in the third. There was a significant and independent association

  12. Padrão de mortalidade da comunidade judaica de Belo Horizonte no século XX Mortality pattern of jewish community of Belo Horizonte in the XXth century

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Débora Balabram

    2006-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Fatores genéticos e ambientais são conhecidos por sua importância na gênese de grande parte das doenças. É possível estudá-los pela observação da prevalência de agravos nas populações, bem como das causas de mortalidade, buscando-se uma correlação com os hábitos sociais e origens étnicas e familiares dos indivíduos. Nestes estudos, destacam-se as comunidades nas quais podem-se verificar vínculos sociais e genéticos entre seus membros. A comunidade judaica de Belo Horizonte se encaixa nesses critérios. Ela se consolidou na década de 20 do século passado e, atualmente, a Federação Israelita de Minas Gerais (FISEMG tem cadastro de aproximadamente 600 famílias. Este estudo pretende definir o padrão de mortalidade nessa comunidade, e como ele se modificou a partir de sua formação. MÉTODOS: Foram recuperados dados a partir dos arquivos do Instituto Histórico Israelita Mineiro, da FISEMG e dos Cemitérios Israelita e do Bonfim, oriundos de registros históricos e guias de sepultamento, no período de 1926 a 2003. RESULTADOS: Foram estudados 601 registros de óbitos, sendo 61,6% de homens e 38,4% de mulheres. As doenças infecto-parasitárias, dentre elas a tuberculose, ocorreram com maior freqüência nas décadas de 30 e 40 e decresceram nas décadas seguintes. As doenças do aparelho circulatório foram as causas de óbito mais prevalentes a partir da década de 40. CONCLUSÃO: Houve mudança nos padrões de mortalidade da população judaica de Belo Horizonte.OBJECTIVE: Genetic and environmental factors are known for their importance in the genesis of the majority of diseases. It is possible to study them through the observation of prevalence of diseases, and also the mortality causes, relating it to social habits and ethnical and familial origins of the individuals. In those studies, communities in which there are social and genetic links stand out. The jewish community of Belo Horizonte fits these criteria

  13. Características clínico-demográficas de pacientes submetidos a cirurgia de revascularização do miocárdio e sua relação com a mortalidade Demographic and clinical characteristics of patients undergoing coronary artery bypass graft surgery and their relation to mortality

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eduardo Lafaiette de Oliveira

    2012-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever as características clínicodemográficas e testar sua relação com a mortalidade hospitalar em pacientes submetidos à cirurgia de revascularização do miocárdio (CRM. MÉTODOS: Estudo retrospectivo conduzido a partir dos prontuários de 655 pacientes submetidos à CRM, no período de maio de 2002 a abril de 2010. RESULTADOS: A mortalidade hospitalar foi de 12,1%. A mortalidade foi significativamente (P70 anos (OR=2,69; cirurgias em caráter de emergência (OR=15,43 e de urgência (OR=3,81; realização de CEC (OR=2,19 e reinternação na UTI (OR=4,33. CONCLUSÃO: Sexo, idade, tipo de cirurgia, reinternação na UTI, permanência na UTI, comorbidades e tempo de CEC influenciaram no desfecho óbito do paciente submetido à CRM. Dessa forma, tais aspectos devem ser considerados para diminuir o óbito hospitalar em pacientes submetidos a esse tipo de cirurgia.OBJECTIVE: To describe the demographic and clinical characteristics and to test their relation to mortality in patients undergoing to coronary artery bypass graft surgery (CABG. METHODS: It is a retrospective study developed from the medical records of 655 patients undergoing CABG from May 2002 to April 2010. RESULTS: Hospital mortality was 12.1%. Mortality was significantly (P70 years (OR=2.69, emergency surgery (OR=15.43 and urgency (OR=3.81, performance of CPB (OR=2.19 and re-admission to the ICU (OR=4.33. CONCLUSION: Variables such as gender, age, type of surgery, readmission to the ICU, ICU stay, comorbidities and time of CPB influence the outcome death in patients undergoing to CABG. Thus, such aspects should be considered to reduce hospital mortality in patients undergoing such surgery.

  14. Evolução da população e da mortalidade em Niterói, Rio de Janeiro, Brasil, 1979 a 1997 Demographic and mortality trends in Niterói, Rio de Janeiro, Brazil, 1979 to 1997

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hugo Coelho Barbosa Tomassini

    2003-12-01

    Full Text Available A análise da série histórica de 1979-1997 permite perceber a evolução demográfica e da mortalidade no Município de Niterói, Rio de Janeiro, Brasil, ao longo dessas décadas. A população apresentou um declínio na velocidade de crescimento, com alteração significativa de sua estrutura etária. Observa-se, na série temporal, o declínio da mortalidade por doenças do aparelho circulatório, a tendência geral de declínio das doenças infecto-parasitárias, com acentuado aumento a partir de 1996, decorrente da mudança de classificação das doenças (CID-9 para CID-10. Quanto à mortalidade infantil, destaca-se o predomínio dos óbitos na faixa neonatal. O desvendar das doenças e agravos dentro dos grandes grupos revela a importância das doenças isquêmicas do coração e doenças cerebrovasculares, dos homicídios, acidentes de transporte e da AIDS.An analysis of the 1979-1997 historical series points to demographic and mortality trends in Niterói, Rio de Janeiro State, over the course of those two decades. There was a drop in the rate of population increase, with a significant change in the age structure. In the time series, there was a decline in mortality from cardiovascular diseases and an overall downward trend in mortality from infectious and parasitic diseases, albeit with a sharp increase beginning in 1996 resulting in a change in disease classification (ICD-9 to ICD-10. As for infant mortality, there was a predominance of deaths in the neonatal group. An analysis of major groups of diseases and injuries highlights the importance of ischemic heart disease and cerebrovascular diseases, homicides, traffic accidents, and AIDS.

  15. Análisis espacial de la mortalidad por enfermedades cardiovasculares en la ciudad de Madrid, España

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Diana Gómez-Barroso

    2015-01-01

    Full Text Available Fundamentos: Las enfermedades cardiovasculares son la principal causa de muerte en el mundo, aunque su distribución espacial no es homogénea. El objetivo del estudio fue analizar el patrón espacial de la mortalidad por enfermedades cardiovasculares en el área urbana poblada (AUP del municipio de Madrid así como identificar agregaciones espaciales. Métodos: Se realizó un estudio ecológico, por sección censal, para hombres y mujeres durante 2010. Se calculó la Razón de Mortalidad Estandarizada (RME, Riesgo Relativo Suavizado (RRS y Probabilidad Posterior (PP de que el RRS fuera mayor que 1. Para identificar clusters espaciales se utilizó el índice de Moran (I Moran y el Índice Local de Autocorrelación Espacial (LISA. Los resultados fueron representados cartográficamente. Resultados: En el caso de los hombres se observó una RME mayor de 1,1 especialmente en áreas centrales y en en el grupo de las mujeres ocurrió en la periferia. LA PP de que el RRS fuera mayor que 1 superó el 0,8 en el centro para los hombres y en la periferia en mujeres. El I Moran fue de 0,04 para hombres y de 0,03 para mujeres (p <0,05 en ambos casos. Conclusiones: En el patrón espacial de la mortalidad por enfermedades cardiovasculares en Madrid, se observaron diferencias por sexo. Los mapas de RME, RRS y PP mostraron un patrón más heterogéneo en los hombres mientras que en las mujeres se detectó uno más definido, con un riesgo relativamente mayor en zonas periféricas del AUP. El método LISA mostró agrupaciones espaciales similares a los patrones anteriormente observados.

  16. Escalas para evaluar la mortalidad de pacientes con trauma y síndrome de insuficiencia respiratoria progresiva del adulto

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    HERNÁNDEZ-GUTIÉRREZ PATRICIA

    1997-01-01

    Full Text Available Objetivo. Comparar las distintas escalas y calificaciones que se usan para evaluar la mortalidad de los pacientes con trauma y síndrome de insuficiencia respiratoria progresiva del adulto. Material y métodos. Se revisaron los expedientes de 80 pacientes, 70 varones y 10 mujeres, atendidos en el Hospital Guillermo Barroso C., de la Cruz Roja Mexicana de la Ciudad de México, que sufrieron trauma y desarrollaron síndrome de insuficiencia respiratoria progresiva del adulto, en el periodo que va del 1 de enero de 1990 al 31 de diciembre de 1993. Se tomaron en cuenta los siguientes parámetros: sexo; edad; mecanismo productor de la lesión; enfermedades asociadas (choque, politransfusiones, fractura de huesos largos, contusión pulmonar y sepsis; criterios diagnósticos del síndrome; fallas sistémicas; falla orgánica múltiple; índice de severidad de las lesiones; sistema de calificación para la evaluación de la salud crónica y la fisiología aguda, versión II; lapso del diagnóstico; duración de la intubación, y tiempo de estancia en la unidad de cuidados intensivos. Resultados. Fallecieron 26 pacientes (32.5%, dos mujeres y 24 varones. Los mecanismos productores de lesión fueron: atropellamiento (31.3%, accidente automovilístico (27.5%, herida por proyectil de arma de fuego (15%, herida por instrumento punzocortante (13.7%, policontusión (7.5% y caídas (5%. En todos los parámetros y escalas se encontró una relación altamente significativa con la mortalidad, excepto en la contusión pulmonar y en la falla gastrointestinal, en las que dicha relación fue dudosa; la duración de la intubación y el tiempo de estancia en la unidad de cuidados intensivos fueron parámetros en los que no se encontró ninguna relación con la mortalidad. Conclusiones. Los pacientes con trauma y que desarrollaron síndrome de insuficiencia respiratoria progresiva del adulto tuvieron una elevada posibilidad de fallecer si, además, presentaron datos cl

  17. Evolución de la mortalidad atribuible al tabaco en las Islas Canarias (1975-1994

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bello Luján Luis M

    2001-01-01

    Full Text Available Fundamento: El objetivo de este trabajo es describir la mortalidad atribuible al consumo de tabaco en las Islas Canarias durante el periodo 1975-1994. Método: Las defunciones por edad, sexo y causa desde 1975 a 1994 se obtuvieron del Instituto Nacional de Estadística (Movimiento Natural Población. A partir de las Encuestas de Salud de España y Canarias se tomaron los porcentajes de nunca fumadores, fumadores y ex-fumadores de la población canaria por edad y sexo. Los riesgos relativos de muerte se obtuvieron del Cancer Prevention Study II, llevado a cabo en Estados Unidos de América. Se calculó la proporción de muertes atribuibles al tabaco para cada año, sexo y grupo de edad a partir de la fracción atribuible poblacional. Así mismo, se calculó la tendencia de la mortalidad atribuible para dicho periodo expresada como el cambio porcentual medio anual de las tasas de la mortalidad ajustadas por edad, mediante un modelo log-lineal. Resultados: Durante el periodo 1975-1994, el número de fallecimientos atribuidos al tabaco aumentó un 64%. Por grandes causas, se observó en el periodo de estudio, un aumento de las neoplasias del 108%, una disminución de las enfermedades cardiovasculares del 32% y un incremento de las enfermedades respiratorias del 15,5%. Se observó también que el número de fallecidos aumenta con la edad, siendo el grupo de edad de 65 años y más en el que se presentan más muertes por el tabaco. Conclusiones: En las Islas Canarias, más del 20% de todas las muertes en 1994 se pueden atribuir al tabaco. Esto sugiere que las medidas introducidas para controlar el tabaquismo son insuficientes.

  18. La mortalidad perinatal según 2 fuentes de información Perinatal mortality according to 2 information sources

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Freitas Ramírez

    2008-08-01

    Full Text Available Objetivo: Evaluar la diferencia en muertes perinatales (MP ocurridas en Cataluña y su evolución según 2 fuentes de información sanitaria. Métodos: Los datos proceden de la estadística de mortalidad (Departament de Salut e Institut d'Estadística de Catalunya y del Conjunto Mínimo Básico de Datos de Altas Hospitalarias (CMBDAH del Servei Català de la Salut del período 2000-2003. Se describen las frecuencias totales de MP según si cumplen o no criterio legal de declaración. Resultados: La estadística de mortalidad registró un 27,2% menos de MP, un 44,77% menos de muertes fetales y un 13,5% más de muertes neonatales precoces que el CMBDAH. Estos porcentajes son menores considerando sólo los casos con criterios legales de declaración. Conclusión: Las diferencias de casos entre ambas fuentes están relacionadas con características del recién nacido: bajo peso al nacer, prematuridad y lugar en que se produjo. Los datos hospitalarios podrían mejorar la estadística de mortalidad perinatal.Objective: To evaluate differences in the number of cases of perinatal mortality in Catalonia (Spain recorded in 2 health information systems, as well as trends in this phenomenon. Methods: Data were obtained from the mortality statistics (Health Department and the Catalan Institute of Statistics and the minimum data set (MDS for hospital discharges of the Catalan Health Service from 2000-2003. The frequencies are given for the cases reported and for cases following the legal criteria for reporting. Results: The mortality statistics registered 27.2% fewer perinatal deaths, 44.77% fewer fetal deaths and 13.5% more early neonatal deaths than the MDS. These percentages were lower when only the cases following the legal criteria for reporting were considered. Conclusion: The differences between the two sources were related to low birth weight, prematurity, and the place of occurrence. Use of hospital data might improve the quality of perinatal

  19. Reanálisis del estudio ESHOL: mortalidad por todas las causas considerando riesgos de competición y tiempo-dependientes para trasplante renal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisco Maduell

    2016-03-01

    Conclusiones: Los resultados del reanálisis del estudio ESHOL se confirman cuando se aplica el análisis en la población por intención de tratar sin censurar ninguna observación y considerando la mortalidad por todas las causas dependiente del tiempo y del riesgo competitivo del trasplante renal.

  20. Situación de la mortalidad por causas reducibles en menores de cinco años, Colombia, 1985-2004

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Albenia Lurán

    2009-03-01

    Conclusiones. La tasa de mortalidad por causas reducibles en menores de cinco años ha disminuido. Sin embargo, entre 77% y 80% se podría reducir; situación que amerita un análisis más profundo de las estrategias utilizadas en salud pública, especialmente frente a las enfermedades prevenibles de la infancia.

  1. Revisión sistemática sobre la efectividad de intervenciones basadas en la comunidad en la disminución de la mortalidad neonatal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adrián V Hernández

    Full Text Available Se evalúa la eficacia/efectividad de las intervenciones basadas en la comunidad, destinadas a disminuir la mortalidad neonatal. Se realizó una revisión sistemática de ensayos controlados aleatorizados, ensayos aleatorizados de comunidad y estudios de cohortes de intervenciones dirigidas a la mujer gestante, al neonato (hasta 28 días de nacido o a ambos. Se evaluaron 34 estudios (n=844,989: 20 en mujeres gestantes (n=406,172; 6 en neonatos (n=24,994, y 8 en ambos grupos (n=413,823. El riesgo de sesgo fue generalmente bajo. Hubo heterogeneidad entre los tipos de intervenciones. Las intervenciones educación materna en salud y cuidado en casa de madres y neonatos estuvieron asociadas con disminución de mortalidad neonatal en la mitad de los seis estudios de cada grupo. La suplementación materna con multimicronutrientes, el cuidado de madre canguro y la suplementación materna prenatal con vitamina A no disminuyeron la mortalidad neonatal. Pocas intervenciones comunitarias heterogéneas han demostrado disminuir la mortalidad neonatal.

  2. Efectos a corto plazo de la contaminación atmosférica sobre la mortalidad: resultados del proyecto EMECAM en el gran Bilbao

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cambra Contín Koldo

    1999-01-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Los objetivos de este estudio han sido evaluar los efectos a corto plazo de la contaminación atmosférica por dióxido de azufre (SO2, partículas, dióxido de nitrógeno (NO2 y humos negros en la mortalidad diaria en el Gran Bilbao. MÉTODOS: Se ha seguido la metodología del proyecto EMECAM. RESULTADOS: Los incrementos de PST, tanto en valores máximos horarios como medios diarios, se asocian significativamente con la mortalidad por todas las causas, por causa circulatoria y en mayores de 70 años. No se han observado diferencias por semestres. Los aumentos en los niveles medios de NO2 se asocian a aumentos de mortalidad por causa respiratoria en todo el período y en período cálido y en mayores de 70 años en el semestre frío. CONCLUSIONES: Los niveles actuales de partículas en suspensión en el Gran Bilbao están asociados con aumentos significativos en la mortalidad. Las asociaciones encontradas entre NO2 y las muertes por causa respiratoria, muy altas principalmente en el período cálido, requieren investigaciones adicionales que valoren su independencia.

  3. Efecto de los inotrópicos sobre la mortalidad en falla cardiaca aguda. Metaanálisis en red de ensayos clínicos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juan M. Sénior

    2017-09-01

    Discusión: no hay diferencias en el uso de inotrópicos como dobutamina, levosimendán o milrinone en términos del desenlace de mortalidad, así que su utilización dependerá de otras consideraciones.

  4. Um estudo etno-epidemiológico da violência urbana na cidade de Salvador, Bahia, Brasil: os atos de extermínio como objeto de análise

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mônica Nunes

    2005-04-01

    Full Text Available O presente estudo, reunindo uma vertente epidemiológica e uma vertente antropológica, permitiu evidenciar os significados sociais subjacentes a dados indicados pela comparação do monitoramento de diferenciais da distribuição das taxas de mortalidade por homicídios em um bairro de Salvador, realizados em dois períodos: o primeiro situado entre 1988 e 1994 e o segundo, entre 1994 e 2000. O estudo etnográfico indicou que, no primeiro período, ocorreu o extermínio de muitas pessoas consideradas delinqüentes e o assassinato de muitos moradores no bairro, o que, no estudo epidemiológico, corresponde a um aumento na taxa de mortalidade por causas externas. Já entre 91-94, observa-se um decréscimo na taxa de mortalidade, coincidindo, no trabalho de campo, com o período considerado de "acalmia". Na segunda metade da década de noventa, observa-se um novo aumento da taxa de homicídios na área de estudo, embora os moradores revelem uma imagem pacífica do bairro. O presente estudo realiza uma hermenêutica da violência nesse bairro, especialmente dos atos de extermínio, e das dinâmicas sociais que a envolviam nos seus diversos períodos.

  5. Um estudo etno-epidemiológico da violência urbana na cidade de Salvador, Bahia, Brasil: os atos de extermínio como objeto de análise

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paim Jairnilson Silva

    2005-01-01

    Full Text Available O presente estudo, reunindo uma vertente epidemiológica e uma vertente antropológica, permitiu evidenciar os significados sociais subjacentes a dados indicados pela comparação do monitoramento de diferenciais da distribuição das taxas de mortalidade por homicídios em um bairro de Salvador, realizados em dois períodos: o primeiro situado entre 1988 e 1994 e o segundo, entre 1994 e 2000. O estudo etnográfico indicou que, no primeiro período, ocorreu o extermínio de muitas pessoas consideradas delinqüentes e o assassinato de muitos moradores no bairro, o que, no estudo epidemiológico, corresponde a um aumento na taxa de mortalidade por causas externas. Já entre 91-94, observa-se um decréscimo na taxa de mortalidade, coincidindo, no trabalho de campo, com o período considerado de "acalmia". Na segunda metade da década de noventa, observa-se um novo aumento da taxa de homicídios na área de estudo, embora os moradores revelem uma imagem pacífica do bairro. O presente estudo realiza uma hermenêutica da violência nesse bairro, especialmente dos atos de extermínio, e das dinâmicas sociais que a envolviam nos seus diversos períodos.

  6. Efectos a corto plazo de la contaminación atmosférica sobre la mortalidad: resultados del proyecto EMECAM en Pamplona, (1991-95

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aguinaga Ontoso Inés

    1999-01-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: evaluar el impacto a corto plazo de la contaminación atmosférica sobre la mortalidad diaria de la ciudad de Pamplona MÉTODO: Estudio ecológico con una población de 212.000 habitantes. Se realiza análisis de datos de series temporales, mediante regresión lineal múltiple y regresión de Poisson, con la información de datos de mortalidad diaria, niveles de contaminación atmosférica para Partículas y SO2, parámetros meterológicos de temperatura y humedad media diarios y número de casos semanales de gripe, en los años 1991 a 1995 RESULTADOS: La media de muertes diarias por causas no externas es de 4,15 muertos con un rango de cero a 13 muertes. La ciudad de Pamplona tiene una temperatura media anual de 12,7ºC (-2,3ºC a 31.6ºC y una humedad relativa del 68.5%. En el modelo, la temperatura (con retardo de un día y retardo de 6 días temperatura al cuadrado y la humedad (con retardo de un día esta relacionada con la mortalidad por todas las causas. Pero la mortalidad por causas no externas sólo se relaciona en el modelo con la temperatura (retardo un día, P: 0.035 y cinco días con temperatura al cuadrado (p: 0.028 Las estimaciones puntuales del riesgo relativo de partículas muestran que el máximo riesgo de morir se produce en las causas respiratorias con un riesgo relativo de 1.13. Sin embargo ninguna de estas asociaciones es estadísticamente significativa. En el caso de Dióxido de Azufre las estimaciones están muy próximas al valor nulo y ninguna de ellas es significativa. CONCLUSIONES: la Temperatura tiene efecto sobre la mortalidad por todas las causas tanto externas como no externas y la humedad solo tienen efecto sobre la mortalidad por causas no externas. No se ha podido demostrar una influencia de los niveles diarios de contaminación ambiental sobre la mortalidad diaria.

  7. Tráfego veicular e mortalidade por doenças do aparelho circulatório em homens adultos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mateus Habermann

    2012-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a associação entre indicadores de exposição à poluição por tráfego veicular e mortalidade por doenças do aparelho circulatório em homens adultos. MÉTODOS: Foram analisadas informações sobre vias e volume de tráfego no ano de 2007 fornecidas pela companhia de engenharia de tráfego local. Mortalidade por doenças do aparelho circulatório no ano de 2005 entre homens > 40 anos foram obtidas do registro de mortalidade do Programa de Aprimoramento de Informações de Mortalidade do Município de São Paulo, SP. Dados socioeconômicos do Censo 2000 e informações sobre a localização dos serviços de saúde também foram coletados. A exposição foi avaliada pela densidade de vias e volume de tráfego para cada distrito administrativo. Foi calculada regressão (α = 5% entre esses indicadores de exposição e as taxas de mortalidade padronizadas, ajustando os modelos para variáveis socioeconômicas, número de serviços de saúde nos distritos e autocorrelação espacial. RESULTADOS: A correlação entre densidade de vias e volume de tráfego foi modesta (r² = 0,28. Os distritos do centro apresentaram os maiores valores de densidade de vias. O modelo de regressão espacial de densidade de vias indicou associação com mortalidade por doenças do aparelho circulatório (p = 0,017. Não se observou associação no modelo de volume de tráfego. Em ambos os modelos - vias e volume de tráfego (veículos leves/pesados - a variável socioeconômica foi estatisticamente significante. CONCLUSÕES: A associação entre mortalidade por doenças do aparelho circulatório e densidade de vias converge com a literatura e encoraja a realização de mais estudos epidemiológicos em nível individual e com métodos mais acurados de avaliação da exposição.

  8. Tendencia de la mortalidad por cáncer en Chile según diferencias por nivel educacional, 2000-2010

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristian A. Herrera Riquelme

    2015-01-01

    Full Text Available Objetivo. Caracterizar la tendencia de la mortalidad por cáncer en Chile según diferencias por nivel educacional en el período 2000-2010 en la población mayor de 20 años. Métodos. Cálculo de las tasas de mortalidad específica por cáncer ajustadas por edad para diferentes niveles educacionales (NE, para el período 2000-2010. Las tasas obtenidas se analizaron con un modelo de regresión de Poisson, calculando el índice de desigualdad relativa (IDR y el índice de desigualdad de la pendiente (IDP para cada año. Resultados. Se registraron 232 541 muertes por cáncer en el período 2000-2010. Los tipos de cáncer más frecuentes fueron de mama, estómago y vesícula biliar en mujeres; y estómago, próstata y pulmón en hombres. Las tasas de mortalidad por cáncer estandarizadas por edad fueron mayores en los NE más bajos, excepto para el de mama en mujer y el de pulmón en hombres. Las mayores diferencias se encontraron en el de vesícula biliar en mujeres y el de estómago en hombres, con mayores tasas de mortalidad específica de hasta 49 y 63 veces respectivamente, para NE bajo respecto al NE alto. Entre 2000 y 2010, las diferencias en mortalidad por NE se redujeron para todos los cánceres combinados en ambos géneros, mama en mujeres, y pulmón y estómago en hombres. Conclusiones. Durante el período estudiado, la mortalidad por cáncer en Chile estuvo fuertemente asociada al NE de la población. Esta información debe ser considerada al definir estrategias nacionales para reducir la mortalidad específica por cáncer en los grupos más desprotegidos.

  9. Perfil de morbidade e de mortalidade de pacientes idosos hospitalizados Morbidity and mortality profile of hospitalized elderly patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Claudia Santos Amaral

    2004-12-01

    Full Text Available Os objetivos deste estudo são analisar o perfil de morbi-mortalidade em idosos hospitalizados em dois hospitais universitários e dois não universitários, da Área de planejamento 2.2 da cidade do Rio de Janeiro, Brasil, no ano de 1999, comparando as taxas de mortalidade hospitalar, ajustando para diferenças no perfil. Os dados foram obtidos do Sistema de Informações Hospitalares do Sistema Único de Saúde (SIH/SUS. O modelo logístico foi ajustado incluindo as variáveis idade e diagnóstico primário, utilizado para calcular as taxas de mortalidade hospitalar ajustadas. As internações hospitalares em idosos (n = 7.584 representaram 29,3% do total de 25.928 internações realizadas nessas unidades. Catarata senil (7,8% foi a causa mais freqüente, seguida de hiperplasia de próstata (4,7%, insuficiência cardíaca congestiva (2,9% e bloqueio atrioventricular total (2,8%. Os hospitais não universitários apresentaram taxas de mortalidade hospitalar maiores do que as dos hospitais universitários, mesmo depois do ajuste para diferenças no perfil de casos em relação à idade e diagnóstico principal. O uso dos bancos de dados do SIH/SUS e da metodologia de ajuste de risco representam uma alternativa para avaliações exploratórias de resultados de cuidados de saúde.The objectives of this study were to analyze the morbidity and mortality profile in elderly patients hospitalized in two teaching and two non-teaching hospitals in Rio de Janeiro, Brazil (Municipal Planning Area 2.2 in 1999, and to compare in-hospital mortality rates adjusted for differences in profile. Data were obtained from the National Hospital Database of the Unified National Health System (SIH/SUS. The logistic model included the variables age and primary diagnosis to calculate risk-adjusted in-hospital mortality rates. Hospital admissions of elderly patients (n = 7,584 represented 29.3% of a total of 25,928 hospitalizations that took place in these units. Senile

  10. ABORTO TERAPÉUTICO EN NICARAGUA Y EL SALVADOR, LA MORTALIDAD MATERNA Y LOS OBJETIVOS DEL MILENIO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adlin Nerissa Bacon Bolaños

    2013-10-01

    Full Text Available La prohibición total del aborto terapéutico es un problema que no ha permitido brindar atención médica de calidad a mujeres embarazadas. La subsecuente mortalidad materna es una de las consecuencias de esta política. El objetivo de esta investigación documental fue explorar cómo esta prohibición del aborto va influenciar la mortalidad materna.El diseño metodológico fue cualitativo a través de una revisión literaria que trata el tema antes y después que la ley de aborto cambiara. La tesis fue construida con fuentes primarias y secundarias, analizadas críticamente para después ser comparadas con datos dentro del país y entre los países. Los principales hallazgos fueron que la mortalidad materna no se vio afectada por la prohibición del aborto, adicionalmente se redujo en ambos países; sin embargo, sigue siendo elevada en comparación a otras naciones.  La ley de aborto, entre otros factores es una de las causas de mortalidad materna. El Objetivo del Milenio número cinco fue alcanzado por El Salvador, de acuerdo al gobierno, mientras en Nicaragua el progreso para alcanzarlo se mantiene lento. Dentro de estas categorías hay similitudes, diferencias y debates que persisten, ya que el aborto, sea o no terapéutico, es aún un asunto controversial en muchos países.SummaryThe total prohibition of therapeutic abortion is an issue that has not allowed providing medical care with quality to pregnant women. The subsequent maternal mortality is one of the consequences of this policy. The objective of this documentary research was to explore how the prohibition of abortion will influence maternal mortality.We used a qualitative methodology based on literature review that addresses the issue before and after the abortion law changed. The thesis was built with primary and secondary sources, and was critically analyzed to be compared with data within the country and between countries. The main findings were that maternal mortality was not

  11. El aborto como causa de mortalidad materna: una reflexión sobre el cuidado de enfermería

    OpenAIRE

    DOMINGOS, Selisvane Ribeiro da Fonseca; MERIGHI, Miriam Aparecida Barbosa

    2010-01-01

    O aborto é um tema polêmico e um sério problema de saúde pública mundial, responsável pela manutenção das altas taxas de mortalidade materna em muitos países em desenvolvimento. No Brasil, por se tratar de um ato ilegal, muitas mulheres que não desejam manter uma gestação acabam por procurar clínicas clandestinas, submetendo-se ao aborto em condições precárias, o que acarreta graves consequências à sua saúde física e psicológica e à própria vida. Como enfermeiras, reconhecemos a magnitude das...

  12. Tratamento da hipertensão e declínio da mortalidade por acidentes vasculares cerebrais The treatment of hypertension and the decline of mortality from cerebrovascular accidents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Eluf Neto

    1990-08-01

    Full Text Available É discutida a possível relação causa-efeito entre o declínio da mortalidade por acidentes vasculares cerebrais (AVC e o melhor tratamento da hipertensão arterial. Para isto são revistos criticamente na literatura internacional os possíveis artefatos estatísticos para a enumeração dos AVCs, a letalidade e a incidência de AVC a prevalência de outros fatores de risco como hipercolesterolemia, tabagismo, ingestão de sódio, potássio e álcool, a obesidade e também a contribuição da assistência médica.A possible cause-effect relation ship between the decline of mortality from cerebro-vascular accidents (CVA and a better control of arterial hypertension is discussed. The international literature on the subject is critically reviewed in the light of the possible statistical artifacts for enumeration of CVAs, the incidence and fatality of the disease, the prevalence of other risk factors such as hypercholesterolemia, smoking, and the consumption of sodium, potassium and alcohol, and obesity, as well as the contribution of health care.

  13. Administración del recurso hídrico para consumo humano en Costa Rica y su consecuencia en la mortalidad infantil post-neonatal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edwin Vega Araya

    2008-06-01

    Full Text Available Si se está pensando en reducir la mortalidad infantil, es útil dividir la mortalidad según el tiempo en que ocurre. La mortalidad perinatal y neonatal (en los primeros días de vida hasta los 27 días de vida y la mortalidad post-neonatal (entre 28 y 365 días de vida. El presente estudio se refiere a este último periodo de deceso, la tasa de mortalidad infantil post-neonatal (TMI post-neonatal, que si bien tiene un peso relativo menor, no deja de ser importante. Primeramente se analiza la influencia de otros factores, como los factores sociodemográficos a través del estudio de la relación entre el Índice de Desarrollo Social (IDS y la TMI post-neonatal. Luego se establece cuáles son los entes que proveen el servicio de agua potable en los diferentes distritos del país, y, dadas sus diferentes características, se analiza y verifica la hipótesis de que el ente proveedor (o administrador es un factor que explica la variación de la TMI post-neonatal entre distritos. Para reducir la TMI post-neonatal se debe obrar en la calidad del agua potable. La primera sugerencia es que en cada distrito debe haber un claro responsable y proveedor del agua potable. A juzgar por el éxito de ICAA y ESPH, parecen más exitosos los entes administradores basados en el control (en términos de definición de tarifas y control de calidad por parte de ARESEP, y no por Concejos Municipales que son más susceptibles a aplazar medidas como la colocación de medidores, la ejecución de ciertas inversiones, etc.

  14. Tendencia de la mortalidad y los egresos hospitalarios por tuberculosis, antes y durante la implementación de la reforma del sector salud, Colombia, 1985-1999.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Angela María Segura

    2004-06-01

    Full Text Available Se describen los cambios que se han presentado en las tendencias de mortalidad y egresos hospitalarios por tuberculosis entre 1985 y 1999, que corresponde al periodo antes y durante la implementación de la Reforma del Sector Salud en Colombia. Se realizó un estudio descriptivo exploratorio con análisis de series de tiempo de los egresos hospitalarios y de las tasas de mortalidad por tuberculosis en el país durante el período de estudio. Se encontró que, aunque a partir de 1991 las tasas de hospitalización y mortalidad se estabilizaron, se había registrado un significativo descenso en el país tanto en egresos hospitalarios como en mortalidad entre 1985 y 1990; disminuyeron, aproximadamente, en una tercera parte. El estancamiento en las tasas entre 1991 y 1999 en comparación con el período anterior pudiera estar indicando un deterioro en la prestación de servicios de salud en el nivel primario de atención, además, de otros procesos sociales complejos vividos en el país durante la década que no han permitido que tanto la hospitalización como la mortalidad por tuberculosis hayan continuado la trayectoria descendente que traía en los años anteriores. Si bien por el tipo de estudio realizado no se pueden establecer relaciones causales con el proceso de reforma, sí se recomienda mejorar el desempeño del sistema de salud en torno a problemas de importancia en salud pública, ya que la tuberculosis es una enfermedad vulnerable a las acciones del sector y s