WorldWideScience

Sample records for mortalidade infantil em

  1. Mortalidade infantil por causas evitáveis em uma cidade do Nordeste do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suelayne Gonçalves do Nascimento

    2014-04-01

    Full Text Available Estudo de corte transversal que objetivou descrever a ocorrência da mortalidade infantil em Recife (PE entre 2000 e 2009, segundo causas evitáveis. A população foi composta pelos óbitos infantis de mães residentes na cidade do Recife e a classificação de evitabilidade adotou a Lista de causas de mortes evitáveis por intervenções do Sistema Único de Saúde. Para análise dos dados utilizou-se estatística descritiva. Foi observado decréscimo no coeficiente de mortalidade infantil de 20,4 para 12,1 por 1.000 nascidos vivos. Do total de 3.743 óbitos registrados, 2.861 (76,4% foram classificados como evitáveis. Destacaram-se os óbitos reduzíveis por adequada atenção à mulher na gestação. A abordagem da evitabilidade auxilia nas discussões relacionadas à organização, qualidade e acesso aos serviços de saúde, bem como na identificação dos óbitos que poderiam ter sido prevenidos ou evitados por uma adequada atenção à saúde materno-infantil.

  2. Mortalidade infantil em duas coortes de base populacional no Sul do Brasil: tendências e diferenciais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Menezes Ana M. B.

    1996-01-01

    Full Text Available Estudou-se a tendência temporal da mortalidade infantil através de dois estudos de coorte realizados em Pelotas, Rio Grande do Sul, em 1982 e 1993. Ambas coortes incluíram todos os nascimentos hospitalares e óbitos verificados através de visitas regulares aos hospitais, cartórios e cemitérios. As informações sobre a causa de morte foram obtidas através de entrevistas com pediatras, revisão do prontuário, necrópsias e entrevista com os pais das crianças. O coeficiente de mortalidade infantil caiu de 36,4 por mil nascidos vivos para 21,1 na década. As principais causas de mortalidade infantil em 1993 foram as perinatais, malformações congênitas, diarréia e infecções respiratórias. Crianças com baixo peso ao nascer apresentaram mortalidade 12 vezes maior do que crianças com peso adequado, e crianças pré-termo, duas vezes mais do que crianças com retardo de crescimento intra-uterino. Crianças de famílias com renda baixa (um salário mínimo apresentaram mortalidade sete vezes superior àquelas com renda alta (10 salários mínimos. A mortalidade de crianças de baixo peso ao nascer e alta renda familiar decresceu em 67%, contra apenas 36% para as de baixa renda. Conclui-se que, mesmo com uma queda expressiva da mortalidade infantil na década, persistem importantes desigualdades sociais.

  3. FATORES ASSOCIADOS À MORTALIDADE INFANTIL EM MUNICÍPIO COM ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO ELEVADO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Volpato Kropiwiec

    2017-09-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo: Identificar os fatores associados à mortalidade infantil em município com bom desenvolvimento socioeconômico. Métodos: Estudo de coorte retrospectivo com 7.887 nascidos vivos do ano de 2012 registrados no Sistema de Informação sobre Nascidos Vivos (SINASC e associados por meio de linkage com o Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM para identificação dos óbitos ocorridos no primeiro ano de vida. Os fatores de risco foram hierarquizados em três níveis de determinação: distal, intermediário e proximal. Os modelos de regressão logística binomial e o modelo multivariado quantificaram o impacto individual das variáveis testadas e ajustaram o efeito das variáveis de confundimento. A magnitude do efeito das variáveis explicativas foi estimada pelo cálculo do Odds Ratio (OR bruta e ajustada e de seus respectivos intervalos de confiança de 95% (IC95%, sendo significante p<0,05. Resultados: Identificou-se 61 óbitos na coorte e o coeficiente de mortalidade infantil foi de 7,7 por mil nascidos vivos. Mãe adolescente (ORaj 3,75; IC95% 1,40-10,02, duração da gestação <32 semanas (ORaj 12,08; IC95% 2,30-63,38, peso ao nascer <1.500 g (ORaj 8,20; IC95% 1,52-44,23, Apgar no 1º e no 5º minuto de vida <7 (ORaj 4,82; IC95% 2,01-11,55 e ORaj 6,26; IC95% 1,93-20,30, respectivamente e presença de malformação congênita (ORaj 21,49; IC95% 7,72-59,82 constituíram fatores de risco para os óbitos. Conclusões: A menor relevância dos fatores socioeconômicos e assistenciais e a maior importância dos fatores biológicos na determinação dos óbitos infantis podem refletir o efeito protetor do elevado desenvolvimento econômico e social dessa localidade.

  4. Salud y mortalidad infantil en Brasil

    OpenAIRE

    Denisard Alves; Walter Belluzzo

    2005-01-01

    (Disponible en idioma inglés únicamente) La salud infantil es un aspecto fundamental del programa de políticas públicas de los países en desarrollo. A lo largo de los años se han puesto en práctica numerosas políticas destinadas al mejoramiento de la salud infantil, con diversos grados de éxito. En Brasil, dichas políticas han llevado a una disminución considerable de los niveles de mortalidad infantil durante los últimos 30 años. Sin embargo, a pesar de esa mejora, las tasas de mortalidad si...

  5. Tendência das taxas de mortalidade infantil e de seus componentes em Guarulhos-SP, no período de 1996 a 2011

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniel Hideki Bando

    Full Text Available OBJETIVO: analisar as tendências das taxas de mortalidade infantil (TMI e seus componentes em Guarulhos-SP, no período 1996-2011. MÉTODOS: regressão linear segmentada, para estimar as variações percentuais anuais (VPA. RESULTADOS: em 1996, a TMI e de seus componentes neonatal precoce, neonatal tardio e pós-neonatal foram, respectivamente, de 31,6, 16,7, 3,4 e 11,6 por 1000 nascidos vivos; em 2011, essas taxas foram de 12,6, 5,9, 1,6 e 5,1 respectivamente; houve diminuição significativa das TMI em todo o período; de 1996 a 2002, a VPA foi de -9,9, e de 2002 a 2011, foi de -3,7; o componente neonatal apresentou igual padrão; o componente neonatal precoce apresentou diminuição de 1996 a 2002 (VPA: -12,8, permanecendo estável até 2011; verificou-se diminuição do componente neonatal tardio de 1996 a 2009 (VPA: -2,8; o componente pós-neonatal apresentou redução em todo o período (VPA: -5,7. CONCLUSÃO: observou-se tendência de diminuição das TMI e de seus componentes.

  6. La mortalidad infantil y la mortalidad materna en el siglo XXI

    OpenAIRE

    Aguirre, Alejandro

    2009-01-01

    La mortalidad infantil y la mortalidad materna han sido reducidas de manera sustancial en los países desarrollados, por lo cual en esas naciones la mortalidad tiende a concentrarse en las edades avanzadas de las poblaciones. Sin embargo, en países como México no está ocurriendo un avance relevante en la disminución de la mortalidad infantil y materna, pues a pesar de los notables progresos conseguidos en ese sentido durante las décadas recientes, para seguir avanzando se requieren fuertes inv...

  7. Mortalidad infantil en Cuba 1959-1999

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raúl Riverón Corteguera

    2001-09-01

    Full Text Available De 1959 a 1999, con los datos estadísticos disponibles, la mortalidad infantil en Cuba disminuyó en 81,3 %, la mortalidad neonatal precoz se redujo el 73,4 %, la mortalidad neonatal tardía el 83,6 % y la posneonatal en 86,0 %. Las reducciones obtenidas en el período se distribuyeron uniformemente entre todas las provincias, aunque la mayor disminución se produjo en las provincias centrales y occidentales. Los rubros que más disminuyeron sus tasas fueron: enteritis y otras enfermedades diarreicas, infecciones respiratorias agudas, afecciones perinatales en general y las meningitis, aunque todas las causas reducen la mortalidad en el período. La natalidad descendió el 51,3 %, la fecundidad lo hizo en 30 %, el crecimiento demográfico bruto de la población disminuyó el 59,8 %, el parto institucional aumentó en 65,9 %, el bajo peso al nacer descendió el 36,9 %, la mortalidad perinatal se redujo el 67,2 %, los nacidos vivos disminuyeron el 21,1 % y la supervivencia infantil a los 5 años aumentó el 3,8 %. Esto ha sido posible debido principalmente a la decisión política de priorizar el sector de la salud y muy especialmente la salud maternoinfantil adoptada por nuestro Estado a principios de la década de los 60, lo que permitió alcanzar avances en la organización, calidad de la atención y una amplia cobertura de los servicios de salud. También fueron elementos importantes, el mejoramiento del nivel de vida y de la educación alcanzados por la población, las mejoras logradas en la situación sanitaria y epidemiológica, la distribución equitativa de los alimentos que prioriza a la madre y al niño. Un elemento fundamental en la última década ha sido el desarrollo del "médico de la familia" en la atención primaria y el mejoramiento de la atención hospitalaria. Por otra parte han contribuido de manera notable el establecimiento del Programa Nacional de Atención Maternoinfantil, que abarca las inmunizaciones, el control de las

  8. Mortalidade perinatal e infantil em Pelotas, Rio Grande do Sul: nossas estatísticas são confiáveis?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando C. Barros

    1985-09-01

    Full Text Available Uma coorte de 6.011 crianças vem sendo acompanhada desde o nascimento em Pelotas, RS. A última avaliação foi realizada quando as crianças tinham 20 meses, em média. Este acompanhamento foi feito através de um censo da cidade, quando todas as 68.600 residências foram visitadas, tendo sido localizadas 87,3% das crianças da coorte. Concomitantemente, todos os óbitos foram monitorizados através de visitas domiciliares, revisão periódica de atestados de óbito na Secretaria da Saúde e revisão de prontuários hospitalares. Com o uso dessa metodologia, foi possível detectar 42,1% de sub-registros de mortes perinatais, com 47,8% para óbitos fetais. Com relação à mortalidade infantil, a proporção de sub-registros foi de 24%.A cohort of 6,011 children is being followed up from birth in Pelotas, RS, Brazil. More than 87% of these children were seen when aged 12-27months (mean = 20 months, when all 68,600 urban households were visited. Deaths were monitored through home visits, the review of hospital casenotes and of death certificates at the Secretariat of Health, and these findings were compared with official statistics. Approximately 42% of perinatal deaths failed to be registered, the corresponding figures being 48% for fetal and 24% for infant deaths. On the other hand, less than 5% of all births failed to be registered. The implications of these findings for health policy-makers are discussed.

  9. Mortalidade infantil em duas coortes de base populacional no Sul do Brasil: tendências e diferenciais Infant mortality in two population-based cohorts in southern Brazil: trends and differentials

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana M. B. Menezes

    1996-01-01

    Full Text Available Estudou-se a tendência temporal da mortalidade infantil através de dois estudos de coorte realizados em Pelotas, Rio Grande do Sul, em 1982 e 1993. Ambas coortes incluíram todos os nascimentos hospitalares e óbitos verificados através de visitas regulares aos hospitais, cartórios e cemitérios. As informações sobre a causa de morte foram obtidas através de entrevistas com pediatras, revisão do prontuário, necrópsias e entrevista com os pais das crianças. O coeficiente de mortalidade infantil caiu de 36,4 por mil nascidos vivos para 21,1 na década. As principais causas de mortalidade infantil em 1993 foram as perinatais, malformações congênitas, diarréia e infecções respiratórias. Crianças com baixo peso ao nascer apresentaram mortalidade 12 vezes maior do que crianças com peso adequado, e crianças pré-termo, duas vezes mais do que crianças com retardo de crescimento intra-uterino. Crianças de famílias com renda baixa (um salário mínimo apresentaram mortalidade sete vezes superior àquelas com renda alta (10 salários mínimos. A mortalidade de crianças de baixo peso ao nascer e alta renda familiar decresceu em 67%, contra apenas 36% para as de baixa renda. Conclui-se que, mesmo com uma queda expressiva da mortalidade infantil na década, persistem importantes desigualdades sociais.Time trends in infant mortality were assessed through two cohort studies carried out in Pelotas, Southern Brazil, in 1982 and 1993. Both cohorts included all hospital deliveries, and deaths were monitored through regular visits to hospitals, cemeteries, and notary publics. Information on cause of death was obtained from pediatricians, case notes, autopsies, and home visits to parents. The infant mortality rate fell from 36.4 in 1982 to 21.1 per thousand live births in 1993. The main causes of death in 1993 were perinatal, congenital malformations, diarrhea, and respiratory infections. Low birthweight babies were twelve times more likely

  10. Mortalidad infantil: Análisis de un decenio

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rogelio León López

    1998-12-01

    Full Text Available Se efectúo un estudio descriptivo y retrospectivo con la finalidad de conocer el comportamiento de la mortalidad infantil en el policlínico docente "30 de Noviembre" durante el decenio 1985-1994. El universo de estudio estuvo conformado por los 29 fallecidos menores de un año ocurridos en el período referido en dicha área de salud. Se calculó la tasa de mortalidad infantil en sus diferentes componentes en cada año motivo de estudio. Se encontró que la tasa de mortalidad infantil en nuestra área tiene un comportamiento cíclico, que la mortalidad neonatal precoz fue la que más fallecidos aportó y que las principales causas de muerte fueron la sepsis, el bajo peso al nacer y la hipoxia. Se enfatiza en la importancia de establecer un Plan de Medidas encaminado a disminuir la mortalidad infantil del áreaA descriptive and retrospective study was conducted aimed at knowing the behavior of infant mortality rate at the "30 de Noviembre" Teaching Polyclinic from 1985 to 1994. The 29 infants under one year who died in that health area during that period were studied. Infant mortality rate in its different components was calculated by every year under study. It was found that infant mortality rates in our area had a cyclical behavior, that early neonatal mortality had the highest number of deaths, and that the main cause of death were sepsis, low birth weight and hypoxia. Emphasis is made on the need of implementing a plan of measures to reduce infant mortality rate in the area

  11. Fatores de risco para mortalidade infantil em municípios do Estado do Paraná, de 1997 a 2008 Factores de riesgo para mortalidad infantil en municipios de la Provincia de Paraná (Brasil, de 1997 a 2008 Risk factors for child mortality in towns of Paraná State (South Brazil, from 1997 to 2008

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mônica Augusta Mombelli

    2012-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar e analisar os fatores de risco para a mortalidade infantil nos municípios que compõem a 9ª Regional de Saúde do Estado do Paraná, entre os anos de 1997 a 2008. MÉTODOS: Estudo retrospectivo, com dados secundários a partir do Sistema de Informações de Nascidos Vivos (SINASC e do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM. Foi considerado variável dependente o óbito antes do primeiro ano de vida e variáveis independentes: sexo, peso ao nascer, duração da gestação, local de ocorrência do óbito, tipo de gravidez, tipo de parto, idade materna e escolaridade da mãe. Os fatores de risco associados ao óbito foram avaliados por meio da análise univariada. RESULTADOS: Entre os anos de 1997 e 2008, foram registrados 92.716 nascimentos pelo SINASC e 1.535 óbitos em crianças menores de um ano pelo SIM. Foram fatores de risco para a mortalidade nascidos vivos do sexo masculino (OR 1,09; IC95% 1,04-1,15, com baixo peso (OR 4,37; IC95% 4,14-4,62, prematuros (OR 4,83; IC95% 4,18-5,58, nascidos vivos de parto vaginal (OR 1,11; IC95% 1,05-1,17, mães adolescentes (OR 1,11; IC95% 1,02-1,22 e com baixa escolaridade (OR 1,97; IC95% 1,84-2,10. CONCLUSÕES: Os dados mostram diminuição da mortalidade infantil e de informações consideradas ignoradas nos bancos de dados e identificam os fatores de risco sugerindo atenção dos profissionais da saúde para o grupo de maior vulnerabilidade desde a assistência no pré-natal.OBJETIVO: Identificar y analizar los factores de riesgo para la mortalidad infantil en los municipios que componen la 9ª Regional de Salud de la provincia de Paraná (Brasil, entre los años de 1997 a 2008. MÉTODOS: Estudio retrospectivo, con datos secundarios a partir del Sistema de Informaciones de Nacidos Vivos (SINASC y del Sistema de Informaciones sobre Mortalidad (SIM. Se consideró variable dependiente el óbito antes del primer año de vida y variables independientes el sexo, el peso al nacer

  12. Distribuição espacial do risco: modelagem da mortalidade infantil em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil Spatial risk distribution: modeling infant mortality in Porto Alegre, Rio Grande do Sul State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silvia E. Shimakura

    2001-10-01

    Full Text Available Estimação e mapeamento de perfis de risco são interesses da Epidemiologia. Neste trabalho, é analisada a distribuição espacial de casos de mortalidade infantil, comparados a controles de nascidos vivos amostrados do Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos da cidade de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil. A modelagem adotada neste trabalho baseia-se em um processo pontual espacial, na qual se define uma medida de risco que varia continuamente sobre a região de estudo e estimada por meio de métodos de modelos aditivos generalizados. Essa abordagem possui a vantagem de permitir a incorporação, no modelo, de efeitos de determinantes individuais e ecológicos de risco sob forma simples e de fácil interpretação. Também permite a construção de contornos de tolerância que auxiliam na identificação de áreas de alto/baixo risco e de um teste global da hipótese nula de risco constante relativa à região. A aplicação do método aos dados de mortalidade infantil mostrou variação espacial no risco altamente significativa para mortalidade neonatal e não significativa para mortalidade pós-neonatal.Estimation and mapping of risk profiles are the main concerns of epidemiology. This paper analyzes spatial distribution of infant mortality cases as compared to live-born controls from Porto Alegre, Rio Grande do Sul. The modeling framework adopted in this research work is a spatial point process. Under this structure, a risk measure which continuously varies over the study region is defined and estimated using generalized additive model methods. This approach has the advantage of allowing for risk factors that are simple and easy to interpret. The procedure also allows the construction of tolerance contours which help identify areas of significantly high/low risk and an overall test for the null hypothesis of constant risk over the region. Application of this method to infant mortality data showed a highly significant spatial

  13. Correcao de informacoes vitais: estimacao da mortalidade infantil, Brasil, 2000-2009

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Germano de Frias

    2013-12-01

    Full Text Available OBJETIVO : Propor método simplificado para corrigir informações vitais e estimar o coeficiente de mortalidade infantil no Brasil. MÉTODOS : A correção dos dados vitais dos sistemas de informação sobre mortalidade e nascidos vivos foi obtida por meio de fatores de correção, estimados com base em eventos não informados ao Ministério da Saúde e captados por pesquisa de busca ativa. O método simplificado de correção das informações vitais, de 2000-2009 para o Brasil e unidades da federação, estabelece o nível de adequação das informações de óbitos e nascidos vivos, pelo cálculo do coeficiente geral de mortalidade padronizado por idade e da razão entre os nascidos vivos, informados e esperados, respectivamente, em cada município brasileiro. A partir da aplicação dos fatores de correção ao número de óbitos e nascidos vivos, informados em cada município, as estatísticas vitais foram corrigidas, possibilitando estimar o coeficiente de mortalidade infantil. RESULTADOS : Os maiores fatores de correção foram referentes aos óbitos infantis que atingiram valores maiores do que 7 para municípios com grande precariedade de informações de mortalidade. Os fatores de correção apresentaram gradiente decrescente à medida que melhoraram os indicadores de adequação das informações vitais para óbitos e nascidos vivos. As informações vitais corrigidas pelo método simplificado por unidade da federação, em 2008, foram similares às obtidas na pesquisa de busca ativa. A taxa de natalidade e o coeficiente de mortalidade infantil decresceram em todas as regiões brasileiras, no período. A taxa de decréscimo anual foi de 6,0% no Nordeste, a maior do Brasil (4,7%. CONCLUSÕES : A busca ativa de óbitos e nascimentos possibilitou calcular fatores de correção por nível de adequação das informações de mortalidade e de nascidos vivos. O método simplificado proposto permitiu corrigir as informações vitais por

  14. Mortalidade infantil e condições sociodemográficas no Ceará, em 1991 e 2000 Infant mortality and sociodemographic conditions in Ceará, Brazil, 1991 and 2000

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Gomes Bezerra Filho

    2007-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar os modelos explicativos ecológicos para a taxa de mortalidade infantil no Ceará, em dois períodos distintos. MÉTODOS: Estudo ecológico transversal de dois anos censitários, 1991 e 2000, a partir de informações desagregadas por municípios do Ceará. Foram utilizadas as estimativas da taxa de mortalidade infantil do Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas. Para os demais indicadores foram utilizadas diferentes fontes do Sistema de Informação de Saúde. Os principais fatores de risco foram encontrados empregando-se regressão linear múltipla. RESULTADOS: Para 1991, as variáveis preditoras da mortalidade infantil (R2=0,3575 nos municípios foram: proporção de residências pequenas (beta=0,0043; ro=0,010, de pessoas que vivem em domicílios com água encanada (beta=-0,0029; ro=0,024, de crianças de dez a 14 anos que trabalham (beta=0,0049; ro=0,017, de alfabetizados (beta=-0,0062; ro=0,031, taxa de urbanização (beta=0,0032; ro=0,004, taxa de fecundidade total (beta=0,0351; ro=0,024, chefes de família com renda mensal menor que meio salário mínimo (beta=0,0056; ro=0,000. Em 2000, os possíveis determinantes (R2=0,3236 foram: proporção de crianças menores de dois anos desnutridas (beta=0,0064; ro=0,024, de imóveis com esgotamento sanitário adequado (beta=-0,0024; ro=0,010, de despesa com recursos humanos da saúde em relação à despesa total em saúde (beta=-0,0024; ro=0,027, de valor da produção vegetal em relação ao total do estado (beta=-0,1090; ro=0,001, de mulheres alfabetizadas (beta=-0,0068; ro=0,044, intensidade da pobreza (beta=0,0065; ro=0,002 e índice de envelhecimento (beta=-0,0100; ro=0,006. CONCLUSÕES: Embora as variáveis não tenham sido exatamente as mesmas para os anos, percebeu-se tendência de mudança dos determinantes da mortalidade infantil, excetuando-se os indicadores de educação, renda e saneamento. A queda generalizada da fecundidade resultou na perda de seu poder

  15. Brechas regionales de la mortalidad infantil en Colombia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marta C Jaramillo-Mejía

    Full Text Available Objetivos. Estudiar las variaciones de la tasa de mortalidad infantil (TMI en los departamentos de Colombia durante el período 2003-2009, examinar la persistencia de las variaciones entre los departamentos sobre el tiempo y relacionarlas con el impacto de las condiciones socioeconómicas y la disponibilidad de servicios de salud, sobre la mortalidad infantil. Materiales y métodos. Utilizando estadísticas vitales y relacionando datos socioeconómicos y de servicios de salud, se analizaron tres aspectos: la variación de la TMI departamental (2003-2009, la relación entre la TMI departamental y determinantes claves en el tiempo, y las líneas de causalidad e impacto relativo de los diferentes factores. Se emplearan ecuaciones estructurales. Resultados. Se encontró una razón de 4,7 entre la mayor y menor TMI departamental (2009, esta podría estar subestimada principalmente por el subregistros en departamentos de bajos ingresos. Hay una relación negativa entre la TMI departamental con el tiempo y variables altamente correlacionadas, como educación de la madre, ingreso per cápita, cobertura de aseguramiento y acceso a servicios. Conclusiones. El efecto del aseguramiento, disponibilidad de camas privadas y atención médica, es superior al impacto de mejores condiciones socioeconómicas sobre la TMI. La oferta de servicios no parece estar influenciada por una política racional, los recursos no se asignan de acuerdo con las necesidades, sino con el desarrollo general. Las camas privadas se hacen disponibles donde hay mejor aseguramiento en salud y menor TMI

  16. Brechas regionales de la mortalidad infantil en Colombia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marta C. Jaramillo-Mejía

    2013-12-01

    Full Text Available Objetivos. Estudiar las variaciones de la tasa de mortalidad infantil (TMI en los departamentos de Colombia durante el período 2003-2009, examinar la persistencia de las variaciones entre los departamentos sobre el tiempo y relacionarlas con el impacto de las condiciones socioeconómicas y la disponibilidad de servicios de salud, sobre la mortalidad infantil. Materiales y métodos. Utilizando estadísticas vitales y relacionando datos socioeconómicos y de servicios de salud, se analizaron tres aspectos: la variación de la TMI departamental (2003-2009, la relación entre la TMI departamental y determinantes claves en el tiempo, y las líneas de causalidad e impacto relativo de los diferentes factores. Se emplearan ecuaciones estructurales. Resultados. Se encontró una razón de 4,7 entre la mayor y menor TMI departamental (2009, esta podría estar subestimada principalmente por el subregistros en departamentos de bajos ingresos. Hay una relación negativa entre la TMI departamental con el tiempo y variables altamente correlacionadas, como educación de la madre, ingreso per cápita, cobertura de aseguramiento y acceso a servicios. Conclusiones. El efecto del aseguramiento, disponibilidad de camas privadas y atención médica, es superior al impacto de mejores condiciones socioeconómicas sobre la TMI. La oferta de servicios no parece estar influenciada por una política racional, los recursos no se asignan de acuerdo con las necesidades, sino con el desarrollo general. Las camas privadas se hacen disponibles donde hay mejor aseguramiento en salud y menor TMI

  17. Mortalidade de infantil no município do Rio de Janeiro Mortalidad Infantil en el Municipio de Rio de Janeiro Child Mortality in Rio de Janeiro City

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lígia Neres Matos

    2007-06-01

    Full Text Available A taxa de mortalidade infantil é considerada indicador síntese da qualidade de vida e do nível de desenvolvimento de uma população. Este artigo analisa a evolução dessas taxas no Município do Rio de Janeiro, no período de 1979 a 2004, e as causas em 2004. Trata de estudo descritivo a partir do total de óbitos infantis e nascimentos ocorridos, utilizando-se os sistemas de informação produzidos pelo Ministério da Saúde. Para avaliação, segundo causa básica de morte, usou-se a Classificação Internacional de Doenças. As taxas de mortalidade infantil por mil nascidos vivos decresceram de 37,4 em 1979 para 15,1 em 2004, sendo o componente pós-neonatal o principal responsável por este declínio. Em 2004, as principais causas de óbito neonatais foram as afecções perinatais e as malformações congênitas; entre os óbitos pós-neonatais destacaram-se as doenças infecciosas e parasitárias, as causas mal definidas e as doenças respiratórias. Embora tenha sido observada queda da taxa de mortalidade infantil, esta não teve uma redução maior, devido ao pequeno declínio do componente neonatal precoce. Observou-se que a assistência à saúde da criança, no município do Rio de Janeiro, ainda deixa a desejar no que se refere à integralidade da assistência desde o período pré-natal.La tasa de mortalidad infantil es considerada indicador síntese de la calidad de vida y del nivel de desarrollo de una población. Este artículo analiza la evolución de esas tasas en la Ciudad del Rio de Janeiro, en el periodo de 1979 hasta 2004, y las causas en 2004. Tratase de un estudio descriptivo desde el total de fallecimientos infantiles y nacimientos ocurridos, usando los sistemas de informaciones producidos por el Ministerio de la Salud. Para la evaluación, según causa básica de muerte, fue usada la Clasificación Internacional de Enfermedades. Las tasas de mortalidad infantil por mil nacimientos vivos decrecieron de 37,4 en 1979

  18. Geografia da mortalidade infantil do Brasil: variações espaciais e desigualdades territoriais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rivaldo Faria

    2016-12-01

    Full Text Available O objetivo deste artigo é analisar as variações espaciais e as desigualdades territoriais nos indicadores de mortalidade infantil do Brasil. O estudo foi feito com todos os óbitos infantis e nascidos vivos registrados em sistemas oficiais nos anos de 2012 e 2013 nas 558 microrregiões brasileiras. Os indicadores foram calculados e estimados através do método bayesiano empírico. As características do território foram analisadas através de um indicador multicritério denominado Índice de Privação Social. Os resultados indicaram elevados coeficientes de mortalidade infantil (CMI nas microrregiões dos estados do nordeste e norte do país e fatores associados relacionados à idade da mãe, doenças infecciosas, vazios assistenciais e falta de acompanhamento pré-natal. Nas microrregiões dos estados do sudeste e sul e parte do centro-oeste os CMI são menos elevados e os fatores associados estão mais relacionados com a prematuridade e baixo peso à nascença.

  19. Estrategias para reducir la mortalidad infantil, Cuba 1959-1999

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raúl L. Riverón Corteguera

    2000-09-01

    Full Text Available Se describen las estrategias utilizadas por el Ministerio de Salud Pública en las diferentes etapas del Programa de Atención Maternoinfantil, para reducir la mortalidad infantil en Cuba de 1959 a 1999. Este período se dividió para su comprensión en 4 decenios. Se hace referencia a las diferentes medidas utilizadas, desde la creación del Sistema Nacional de Salud, la formación de recursos humanos; el desarrollo de la Educación Médica, la edificación de Facultades de Ciencias Médicas y la capacitación del posgraduado, el incremento de hospitales y el aumento de las camas hasta los programas de inmunización, de lucha contra la gastroenteritis y para disminuir el bajo peso al nacer, el uso racional de los antimicrobianos; la presencia de la madre acompañante; la implantación del uso de las sales de rehidratación oral (SRO para prevenir y tratar la deshidratación por enfermedades diarreicas; el desarrollo de la Atención Primaria de Salud; los programas de tecnología avanzada para la detección de anomalías congénitas; la promoción de la lactancia materna exclusiva (LME; la categorización, por UNICEF, de los hospitales "Amigos de la Madres y el Niño", el desarrollo de investigaciones que sirvieron de base al Programa de Atención Maternoinfantil; la edificación de hospitales; la construcción de las unidades de terapia intensiva con equipamiento moderno tanto en pediatría como en neonatología y otros muchos elementos puestos en prácticas durante estos 40 años. Esto ha contribuido a que la mortalidad infantil, a pesar de haberse incrementado en el primer decenio (1959-1969 en el 25,5 %, a partir del 2do. decenio (1970-1979 iniciara un descenso mantenido en el 50 %; en el 3er. decenio (1980-1989 del 43,4 % y en el 4to. decenio (1990-1999 del 40,2 %. Se concluye exponiendo las principales estrategias que contribuyeron a reducir la mortalidad infantil en los últimos años de este siglo.The strategies used by the Ministry of

  20. Mortalidade infantil em município da região Centro-Oeste Paulista, Brasil, 1990 a 1992 Infant mortality in a midwest city of Southeastern Brazil, 1990 to 1992

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jaime de O. Gomes

    1997-08-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A mortalidade infantil em Presidente Prudente, SP (Brasil, foi estudada no período de 1990 a 1992, a partir de aplicação de métodos para obtenção de diagnóstico coletivo que orientassem a identificação e escolha de estratégias de controle de problemas locais. MATERIAL E MÉTODO: Foram utilizadas declarações de óbito colhidas no cartório, cujos dados originais foram corrigidos por meio de pesquisa documental nos serviços de saúde e entrevistas domiciliares. Para estudar variáveis como idade materna e peso ao nascer foram utilizados os dados do Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (SINASC. A qualidade dos dados originais das declarações de óbitos foi inicialmente analisada pela quantidade de informações, sensibilidade, especificidade e valor de Kappa. RESULTADO: A sensibilidade global para a causa básica de óbito foi 78,84% e Kappa igual a 71,32 para o total de causas. Ocorreram 189 óbitos, sendo 66,15% no período neonatal (41,28% durante o primeiro dia de vida e 33,85% no infantil tardio. O peso ao nascer de 58,28% dos óbitos foi menor que 2.500g. As causas básicas de óbito foram estudadas segundo a possibilidade de serem prevenidas (método desenvolvido por Erica Taucher por grupos de causas reduzidas utilizadas no "International Collaborative Effort" (ICE, causas múltiplas e distribuição geográfica. Observou-se que nos óbitos ocorridos até 27 dias, 22,23% poderiam ser evitados por adequada atenção ao parto, 20,64% seriam redutíveis por diagnóstico e tratamento precoce, 13,75% por bom controle da gravidez e apenas 7,94% não evitáveis. Das mortes ocorridas no período infantil tardio, 12,17% foram classificadas como outras preveníveis e 4,23% foram consideradas não evitáveis. Segundo os grupos do ICE, 58,74% faleceram por imaturidade ou asfixias; 19,58% por infecções e, 12,17%, por anomalias congênitas. CONCLUSÃO: Os resultados sugerem prioridade para assistência obst

  1. Mortalidad infantil y migración en Chiapas, México

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Olga Lidia Lópes-Gonzáles

    2010-01-01

    Full Text Available El objetivo de este trabajo fue analizar, en términos causales, la relación entre mortalidad infantil y migración en cuatro zonas socioeconómicas de la región Soconusco en Chiapas, México. El análisis de este estudio se basó en los resultados de una encuesta socio demográfica y de salud con base poblacional (probabilística que se llevó a cabo en el Soconusco, Chiapas en 1996-97. Se contrastan zonas con distinta condición socioeconómica, cultural y productiva. Se realizó análisis de regresión lineal y logística para identificar el efecto de la migración y la mortalidad infantil, así como de la migración y la zona geográfica sobre la tasa de mortalidad infantil. Los datos muestran que aunque más del 70% de la varianza de la mortalidad infantil se explica por la migración, no existe evidencia de una relación causal concluyente. La relación identificada entre mortalidad infantil, migración y zonas geográficas orientan a una explicación alternativa. Planteamos la hipótesis de que en la región estudiada, la magnitud y características de la emigración, así como de las tasas de mortalidad infantil, son consecuencia de las condiciones de vulnerabilidad económica y social de las poblaciones.

  2. Mortalidad infantil y migración en Chiapas, México

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Olga Lidia Lópes-Gonzáles

    2010-07-01

    Full Text Available El objetivo de este trabajo fue analizar, en términos causales, la relación entre mortalidad infantil y migración en cuatro zonas socioeconómicas de la región Soconusco en Chiapas, México. El análisis de este estudio se basó en los resultados de una encuesta socio demográfica y de salud con base poblacional (probabilística que se llevó a cabo en el Soconusco, Chiapas en 1996-97. Se contrastan zonas con distinta condición socioeconómica, cultural y productiva. Se realizó análisis de regresión lineal y logística para identificar el efecto de la migración y la mortalidad infantil, así como de la migración y la zona geográfica sobre la tasa de mortalidad infantil. Los datos muestran que aunque más del 70% de la varianza de la mortalidad infantil se explica por la migración, no existe evidencia de una relación causal concluyente. La relación identificada entre mortalidad infantil, migración y zonas geográficas orientan a una explicación alternativa. Planteamos la hipótesis de que en la región estudiada, la magnitud y características de la emigración, así como de las tasas de mortalidad infantil, son consecuencia de las condiciones de vulnerabilidad económica y social de las poblaciones.

  3. Fatores socioeconómicos y mortalidad infantil en Ecuador, 1970-1981 Fatores socioeconômicos e mortalidade infantil no Equador, 1970-1981 Socioeconomic factors and infant mortality in Ecuador, 1970-1981

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guillermo González Pérez

    1988-08-01

    Full Text Available En Ecuador la tasa de mortalidad infantil se redujo entre 1970 y 1981 en un 35%, a pesar de lo cual su valor sigue siendo elevado en el contexto latinoamericano. A nivel provincial, el comportamiento de la tasa no ha sido homogéneo, observándose fuertes diferencias entre las entidades en cuanto a la mortalidad durante el primer año de vida. Mediante el empleo de técnicas de regresión múltiple, pretendióse identificar aquellos factores socioeconómicos que más han incidido en el descenso de la mortalidad infantil en Ecuador en el período señalado, así como las variables que más explican las diferencias interprovinciales en dicho indicador. La disminución de la natalidad y el aumento proporcional de los gastos del presupuesto destinado a salud por una parte, y la tasa de alfabetización por otra parecen ser elementos claves para una explicación económico social de los cambios recientes en la mortalidad infantil ecuatoriana.No Equador entre os anos de 1970 a 1981 a taxa de mortalidade infantil reduziu em 35%, embora seu valor continua sendo elevado em relação ao contexto latinoamericano. A nível regional, o comportamento da taxa não tem sido homogêneo, observando-se diferenças significativas nas diversas regiões quanto a taxa de mortalidade durante o primeiro ano de vida. Com o emprego da técnica de regressão múltipla, pretendeu-se identificar aqueles fatores socioeconômicos que mais têm incidido no declínio da mortalidade infantil no Equador, no período acima descrito, bem como as variáveis que melhor explicam as diferenças inter-regionais do referido indicador. A diminuição da natalidade e o aumento proporcional de recursos financeiros destinados à saúde, por um lado, e a taxa de alfabetização por outro, parecem ser elementos chaves para uma explicação econômica social das mudanças recentes na mortalidade infantil equatoriana.In Equador infant mortality has dropped by 35% between 1970 and 1981, though this

  4. Determinantes sociais e biológicos da mortalidade infantil em coorte de base populacional em Passo Fundo, Rio Grande do Sul Social and biological determinants of infant mortality in population cohort in the city of Passo Fundo, Rio Grande do Sul State

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lorena Teresinha Consalter Geib

    2010-03-01

    Full Text Available Investigaram-se os determinantes sociais e biológicos da mortalidade infantil de coorte de base populacional com 2.331 nascidos vivos em Passo Fundo (RS entre fevereiro de 2003 e janeiro de 2004, incluindo os 56 óbitos infantis. Os dados referentes aos óbitos foram acrescidos ao banco de dados da coorte de nascimento, que continha as variáveis sociais e biológicas obtidas nas declarações de nascidos vivos e em entrevistas domiciliares. O coeficiente de mortalidade infantil foi de 22,8%. Análises bivariadas e multivariada com regressão logística e modelo hierarquizado mostraram associados ao óbito infantil: escolaridade materna inferior a oito anos (RR= 5,7; IC 95%: 1,92- 16,75, antecedente de filhos mortos (RR= 3,7 (IC 95%: 1,07-12,10; baixo peso ao nascer, com RR= 6,7 (IC 95%: 2,07-21,65 a 79,7 (IC 95%:14,36-441,92 para nascidos de baixo peso e de muito baixo peso, respectivamente; escores de Apgar One investigated the social and biological determinants of infant mortality of a population cohort of 2,331 live births in the period February 2003 to January 2004, in the city of Passo Fundo, Rio Grande do Sul State, including 56 infant deaths. The databank of deaths had been increased to the databank of the birth cohort, which contained the social and biological variables obtained from live birth certificates and with home interviews. The coefficient of infant mortality of this cohort was 22.8%. Multivariate analyses with logistic regression and hierarchic model had shown that the following aspects were significantly associated with infant death: maternal educational level lower than eight years (RR= 5.7; IC 95%: 1.92- 16.75, antecedent of dead children (RR= 3.7 (IC 95%: 1.07-12.10; low birth weight, with RR= 6.7 (IC 95%: 2.07-21.65 to 79.7 (IC 95%:14.36-441.92 for infants of low birth weight and weighing less than 1500g, respectively; Apgar scores < 7 (RR=8.7; IC 95%: 2.85-26.32 and absence of breastfeeding (RR=15.75; IC 95%: 6

  5. Mortalidade infantil evitavel e barreiras de acesso a atencao basica no Recife, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lygia Carmen de Moraes Vanderlei

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar os fatores que influenciam na mortalidade infantil evitável na perspectiva dos protagonistas envolvidos. MÉTODOS: Estudo qualitativo crítico-construtivista de análise do acesso das crianças à atenção e à mortalidade infantil evitável por ações e serviços no Distrito Sanitário I do Recife, PE, entre fevereiro de 2007 e fevereiro de 2008. Desenhou-se amostra teórica em duas etapas: I instituições prestadoras de serviços de saúde infantil; II informantes: gestores (11; profissionais da Estratégia de Saúde da Família e do Programa de Agentes Comunitários de Saúde (48; profissionais das policlínicas (12, mães (20, com tamanho definido por saturação dos discursos. Foram realizadas entrevistas individuais semiestruturadas e estudo de caso de óbito infantil evitável. Utilizou-se análise temática de conteúdo com geração mista de categorias (emergentes e roteiro. RESULTADOS: Houve posições de conflito entre grupos de atores, refletindo o papel desempenhado na rede assistencial. Os participantes institucionais relacionavam os óbitos infantis à ausência/má divulgação das políticas de saúde infantil e das ações intersetoriais; profissionais e mães destacaram dificuldades de acesso por insuficiência global de recursos, principalmente a falta de médicos na Estratégia de Saúde da Família, deslocando a assistência para enfermeiras. Ausência de médicos, rechaço às doenças agudas, atenção desumanizada e/ou de má qualidade técnica foram os principais fatores relacionados aos óbitos pelas mães. Os participantes da Estratégia de Saúde da Família, do Programa de Agentes Comunitários de Saúde e mães identificaram a condição de exclusão social e negligência materna com os óbitos enquanto o estudo de caso de óbito mostrou sua associação à baixa qualidade da atenção ofertada. CONCLUSÕES: Numerosas barreiras de acesso apontam a insuficiente implantação do Sistema

  6. Tuberculose Infantil em Portugal

    OpenAIRE

    Carapau, João

    2014-01-01

    Dos números recentemente publicados pela Direcção Geral da Saúde / Núcleo de Tuberculose e Doenças Respiratórias relativos aos anos de 1992 e 1993 e pelo Instituto Nacional de Estatística relativos a 1994, conclui-se que os casos de Tuberculose (TB) notificados pouco têm decrescido nos últimos 15 anos: descida média anual de 6,3% para os casos em geral e 14% para os menores de 15 anos; a taxa global de incidência apurada em 1994 voltou a subir — 51,1 (52,4 no Continente). Para o autor a me...

  7. UNA APROXIMACION A LOS DETERMINANTES SOCIOECONOMICOS DE LA MORTALIDAD INFANTIL Y DE NIÑEZ EN BOLIVIA: USO DE METODOS INDIRECTOS DE CALCULO DE MORTALIDAD Y ANALISIS BIVARIADO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pamela Córdova

    2016-01-01

    Full Text Available A pesar de las importantes mejoras en los resultados de salud infantil y de niñez durante el Siglo XXI en América Latina, las tasas de mortalidad infantil y de niñez permanecen inaceptablemente altas en Bolivia encontrándose entre las más elevadas la región, solo por debajo de Haití, dirigiéndose a una deficiente salud infantil y de niñez. Estos resultados requieren de evidencia científica sobre la mejor manera de hacer frente a sus determinantes. Este estudio aproxima, teóricamente, mediante el marco teórico propuesto por Mosley-Chen y Sastry, los determinantes de la mortalidad infantil y de niñez en Bolivia enfocados en características individuales, del hogar y contextual. Además se examina de manera preliminar los niveles y magnitudes de la mortalidad mediante el uso de métodos directos e indirectos de estimación mediante la técnica propuesta por la versión Trussel y la versión Palloni-Heligman del Método de Brass y se realiza un análisis bivariado que da cuenta de relaciones existentes entre la mortalidad infantil y de niñez y las variables a nivel del hogar, individual y contextual relacionado con las políticas públicas.

  8. Impacto del Plan Nacer sobre la mortalidad infantil en Argentina

    OpenAIRE

    Garriga, Santiago

    2012-01-01

    El Plan Nacer es un programa del Ministerio de Salud de la Nación Argentina que invierte recursos con el objetivo de mejorar la cobertura y calidad de los servicios de salud en niños menores de seis años, mujeres embarazadas y puérperas que no poseen obra social. La novedad del mismo radica en la generación de un seguro público de salud para la población materno-infantil sin cobertura social y en la aplicación de un modelo de financiamiento basado en resultados. Este trabajo investiga los efe...

  9. Niveles de vida y salud en la España del primer franquismo: las desigualdades en la mortalidad infantil

    OpenAIRE

    Bernabeu Mestre, Josep; Caballero Pérez, Pablo; Galiana Sánchez, María Eugenia; Nolasco Bonmatí, Andreu

    2005-01-01

    A partir del estudio de las relaciones entre la mortalidad infantil y el desarrollo socioeconómico y sanitario de las provincias españolas, se analizan las desigualdades en salud que mostraban las diferentes regiones en las décadas centrales del siglo XX. Junto a los trabajos sobre mortalidad infantil y políticas de salud materno infantil llevados a cabo por la Dirección General de Sanidad, para los datos relativos a las condiciones y los niveles de vida, además de las informaciones socioecon...

  10. Mortalidad infantil en Uruguay: un análisis de supervivencia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jewell R. Todd

    2010-12-01

    Full Text Available A partir de todos los nacimientos ocurridos en el Uruguay entre 2002 y 2003 y las defunciones ocurridas en el primer año de vida, se estima la tasa de mortalidad infantil a través de modelos probit y hazard. Debido a que las muertes se concentran en los primeros días y semanas de vida, el modelo hazard es preferible al probit, encontrándose que la estimación probit sobreestima los efectos de las covariables. Los resultados muestran que las variables más importantes son la edad y la educación de la madre, los cuidados prenatales y los denominados predictores de la mortalidad (bajo peso al nacer, semanas de gestación y APGAR.

  11. Políticas efectivas para reducir la mortalidad infantil en el Perú: ¿Cómo reducir la mortalidad infantil en las zonas más pobres del país?

    OpenAIRE

    Beltrán, Arlette; Grippa Zárate, Ana Rosa

    2014-01-01

    El propósito del presente trabajo es hallar aquellos determinantes más efectivos para reducir la mortalidad neonatal e infantil, para que sean utilizados como variables de política por el «policymaker» y se pueda alcanzar el Objetivo de Desarrollo del Milenio # 4: reducir para el año 2015 la tasa de mortalidad infantil a un tercio de su valor inicial de 1992. El trabajo hace uso de dos bases de datos: la IV Encuesta Demográfica y de Salud Familiar (Endes, 2000) y el II Censo de Infraestructur...

  12. Mortalidad infantil por malformaciones congénitas en Argentina: análisis del quinquenio 2002-2006

    OpenAIRE

    Bronberg, Rubén; Alfaro, Emma; Chaves, Estela; Dipierri, José

    2009-01-01

    Objetivo. Analizar la distribución espacial y temporal de la mortalidad infantil por malformaciones congénitas en la Argentina entre 2002-2006. Materiales y métodos. Los datos provinieron del Ministerio de Salud. Las malformaciones congénitas se clasificaron según la Clasificación Internacional de Enfermedades, décima revisión. Se calcularon por departamentos, provincias y regiones, componentes de la mortalidad infantil (neonatal precoz y tardía y postneonatal), subconjuntos de malformaciones...

  13. Declínio e desigualdades sociais na mortalidade infantil por diarréia Decline and social inequalities of infant mortality from diarrhea

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Zuleica Antunes Guimarães

    2001-10-01

    Full Text Available Este estudo ecológico, temporal e espacial descreve a evolução da mortalidade infantil por doenças infecciosas intestinais (DII em Salvador, Bahia, no período de 1977 a 1998 e a distribuição dessa mortalidade segundo condições de vida, em 1991. As Zonas de Informação (ZI, da cidade, foram agrupadas segundo um índice de condições de vida (ICV, em quartis. Foram calculados os seguintes indicadores: Mortalidade Infantil Proporcional (MIP, Coeficiente de Mortalidade Infantil (CMI e Razão de Mortalidade pela referida causa. A análise dos dados foi feita através do cálculo de médias móveis e do teste de qui-quadrado de tendência. Entre 1977 e 1998 o CMI/DII reduziu-se em 91,9%. A razão entre o CMI/DII do estrato de condições de vida "elevadas" para aquele onde as mesmas eram "muito baixas" foi de 1,9 e a MIP foi mais elevada onde eram piores as condições de vida o que requer reorientação das políticas de controle do problema na direção do enfrentamento das causas.This ecological study describes the temporal trend from 1977 to 1998, and spatial patterns of infant mortality from diarrhea in the city of Salvador, Bahia State, Brazil. The annual proportional of infant mortality and specific-cause mortality rate were estimated. Spatial units of geographical zones within the city's urban area were utilized for administrative purposes, which were aggregated according to quartile of living conditions indicators. Over the study period, the diarrhea-induced infant mortality rate decreased 91.9%. The mortality risk from diarrhea in the lowest living condition strata was 90% greater than in the highest conditions. Also, infant mortality due to diarrhea increases proportionally as living conditions worsen, which necessitates a review of the control policies concerning this important public health problem. Although the infant mortality rate declined during the study period, social inequalities related to infant mortality due to

  14. Evolución de la mortalidad infantil, neonatal y postneonatal en Andalucía, 1975-1998

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Miguel Ruiz Ramos

    2003-01-01

    Full Text Available Fundamento: La mortalidad infantil, y sus componentes neonatal y postneonatal, son importantes indicadores de salud, lo cual justifica su análisis periódico incluso en países desarrollados donde sus tasas han descendido considerablemente. El objetivo de este estudio es describir las modificaciones registradas en dichas tasas en Andalucía en el último cuarto de siglo. Métodos: Se han calculado las tasas anuales de mortalidad infantil, neonatal precoz y tardía, así como post-neonatal en 1975- 1998. Mediante regresión de Poisson se han estimado los porcentajes anuales de cambio de las tasas en los dos intervalos de 1975-1986 y 1987-1998 así como en el periodo completo 1975-1998. Se ha analizado también la mortalidad proporcional por causas infecciosas, respiratorias, congénitas, afecciones originadas en el periodo perinatal y el resto de causas, así como la razón de tasas de mortalidad por afecciones originadas en el periodo perinatal y para el total de causas, en el quinquenio 1994-98 respecto al quinquenio 1975-79, en los periodos infantil, neonatal (precoz y tardío y postneonatal. Resultados: Los mayores descensos porcentuales se han producido en la mortalidad neonatal precoz (6,38% y tardía (4,6%. La razón de tasas de mortalidad por afecciones originadas en el periodo perinatal entre 1994-98 y 1975-79 es 10 para la mortalidad postneonatal mientras que es inferior a 1 para la mortalidad neonatal tardía (0,63, precoz (0,33 e infantil (0,30. Conclusiones: La mortalidad en los periodos infantil, neonatal precoz, tardío y post-neonatal ha descendido acusadamente entre 1975 y 1998. El riesgo de fallecer por afecciones originadas en el periodo perinatal de los niños con más de 4 semanas y menos de 1 año de vida (periodo postneonatal se ha multiplicado por diez entre 1975-79 y 1994-98.

  15. La mortalidad infantil, indicador de excelencia Infant mortality, an indicator of excellence

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Yurima Díaz Elejalde

    2008-06-01

    Full Text Available La mortalidad infantil es un indicador de gran importancia para el Sistema Nacional de Salud cubano y a nivel mundial. Es utilizado para evaluar el estado de salud de la población, por lo que se realizó un estudio descriptivo, retrospectivo y longitudinal con el objetivo de caracterizar el comportamiento de la mortalidad infantil en el municipio de Guanabacoa, desde el 1º de enero de 2000 al 30 de junio de 2005. Se estudió una muestra de 48 defunciones a través de variables maternas y del recién nacido, con la información obtenida de los registros médicos e historias clínicas. Se encontró que la tasa de mortalidad infantil de nuestro municipio, fundamentalmente en los 4 años iniciales, es irregular con tendencia decreciente, siendo las principales causas de muerte las infecciones (37,5 %, la sepsis (14,5 %, la asfixia (10,4 % y las malformaciones congénitas (10,4 %. Las variables maternas afectadas fueron los factores de riesgo en el embarazo: bajo peso materno, la moniliasis vaginal y la anemia ferropénica ; y en el recién nacido, el componente neonatal precoz y el sexo masculino.Infant mortality is an indicator of great importance for the Cuban National Health System and for the world. It is used to evaluate the health status of the population. A descriptive, retrospective and longitudinal study was conducted aimed at characterizing the behavior of infant mortality in the municipality of Guanabacoa from January 1st, 2000 to June 30th, 2005. A sample of 48 deaths was studied through variables of the mother and the newborn obtained from the medical registries and histories. It was found that infant mortality rate in our municipality, mainly in the 4 initial years is irregular with a decreasing trend. The main causes of death are infections (37.5 %, sepsis (14.5 %, asphyxia (10.4 % and congenital malformations (10.4 %. The affected maternal variables were the risk factors during pregnancy: maternal low weight, vaginal moniliasis

  16. Impacto das ações de imunização pelo Programa Saúde da Família na mortalidade infantil por doenças evitáveis em Olinda, Pernambuco, Brasil Impact of immunization measures by the Family Health Program on infant mortality from preventable diseases in Olinda, Pernambuco State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tânia Maria Rocha Guimarães

    2009-04-01

    Full Text Available Este artigo aborda o impacto do Programa Saúde da Família (PSF na saúde infantil no Município de Olinda, Pernambuco, Brasil, por meio da avaliação da vacinação e mortalidade infantil por causas evitáveis. Realizou-se um estudo de série temporal com os dados dos principais sistemas de informação em saúde, usando-se a análise dos indicadores ex-ante e ex-post da implantação do PSF, em 1995. A variável independente foi o ano de nascimento relacionado com grau de cobertura da população pelo PSF. Analisou-se três períodos: 1990/1994 (anterior, 1995/1996 (implantação: cobertura de 0% a 30%, 1997/2002 (intervenção: cobertura de 38,6% a 54%. A tendência dos indicadores foi analisada pela regressão linear simples, sendo testada a significância pelo teste t. No período de implantação houve aumento de todas as médias das coberturas vacinais (176% BCG, 223% pólio, 52% DPT, 61% sarampo e redução da mortalidade infantil por causas evitáveis (12,7 óbitos/ano, mesmo não havendo diminuição da pobreza absoluta no município ou aumento das coberturas das redes públicas de saúde nem de esgotamento. A melhoria nos indicadores demonstra a efetividade das ações do PSF no município.This article analyzes the impact of the Family Health Program (FHP on infant health in Olinda, Pernambuco State, Brazil, evaluating immunization and infant mortality from vaccine-preventable diseases. A time-series study was conducted with data from the principal health information systems, analyzing indicators before and after implementation of the FHP in 1995. The independent variable was year of birth, related to degree of population coverage by the FHP. Three periods were analyzed: 1990-1994 (prior, 1995-1996 (implementation phase: 0 to 30% coverage, and 1997-2002 (intervention: coverage of 38.6% to 54%. Trends in the indicators were analyzed by simple linear regression, testing significance with the t test. During the implementation period

  17. Cifras del retroceso: el deterioro relativo de la tasa de mortalidad infantil de Argentina en la segunda mitad del siglo XX

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Carlos Escudero

    2006-01-01

    Full Text Available Se compara la evolución histórica de la tasa de mortalidad infantil de Argentina con la de otros países americanos en la segunda mitad del siglo XX. También se compara la evolución histórica de la tasa de mortalidad infantil de la Ciudad Autónoma de Buenos Aires y la del Gran Buenos Aires con la de otras ciudades de América y del mundo. Esto muestra el deterioro relativo de la posición de Argentina con respecto a su nivel de mortalidad infantil.

  18. Mortalidad infantil por defectos congénitos en Costa Rica, 1981-2010

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    María de la Paz Barboza-Arguello

    2013-11-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar las tendencias y el impacto de los diferentes tipos de defectos congénitos (DC en la tasa de mortalidad infantil (TMI y neonatal (TMN en Costa Rica para el período 1981-2010. MÉTODOS: Se analizaron datos del Centro Centroamericano de Población, que utiliza las versiones 9 y 10 de la Clasificación Internacional de Enfermedades para clasificar las causas de defunción. Se analizaron tendencias de mortalidad infantil, neonatal y residual. Para cada grupo de DC se construyó un modelo de regresión Poisson Log Lineal. Se obtuvieron las TMI y las TMN y los riesgos relativos correspondientes a las tres décadas 1981-1990, 1991-2000 y 2001-2010, con sus intervalos de confianza de 95% (IC95%. Los estimados se compararon mediante chi cuadrado de Wald. RESULTADOS: Al comparar la década de 1980 con la del 2000, la TMN y la TMI por DC presentó una disminución significativa de 2,37 (IC95%: 2,26-2,48 a 2,13 (2,03-2,23 y de 4,13 (3,99-4,27 a 3,18 (3,05-3,31, respectivamente. Los grupos de DC que registraron una reducción significativa en la TMI fueron: sistema nervioso, digestivo y circulatorio. Con excepción del sistema circulatorio, estos grupos experimentaron una caída significativa en la TMN. En el resto de los grupos se registró un aumento significativo o no hubo cambio. CONCLUSIONES: Se ha producido una disminución de la TMI y la TMN por DC, aunque proporcionalmente estas tasas han crecido debido a un mayor descenso de las otras causas. Esta reducción es mucho menor en la mortalidad neonatal. Se debe fortalecer la prevención primaria y la atención neonatal de los DC.

  19. Mineração de dados e características da mortalidade infantil Data mining and characteristics of infant mortality

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rossana Cristina Xavier Ferreira Vianna

    2010-03-01

    Full Text Available O estudo busca identificar padrões de características materno-fetais na predição da mortalidade infantil, por meio da incorporação de técnicas inovadoras, como a Mineração de Dados, que se mostram relevantes em Saúde Pública. Foi elaborada uma base de dados, com óbitos infantis analisados pelos Comitês de Prevenção da Mortalidade Infantil de 2000 a 2004, a partir da integração dos Sistemas de Informações de Nascidos Vivos, da Mortalidade e da Investigação da Mortalidade Infantil no Estado do Paraná. O programa da mineração foi o WEKA, de uso livre. A mineração faz busca em banco de dados e fornece regras que devem ser analisadas para transformação em informação útil. Após a mineração, selecionaram-se 4.230 regras, por exemplo: mãe adolescente e peso ao nascer This study aims to identify patterns in maternal and fetal characteristics in the prediction of infant mortality by incorporating innovative techniques like data mining, with proven relevance for public health. A database was developed with infant deaths from 2000 to 2004 analyzed by the Committees for the Prevention of Infant Mortality, based on integration of the Information System on Live Births (SINASC, Mortality Information System, and Investigation of Infant Mortality in the State of Paraná. The data mining software was WEKA (open source. The data mining conducts a database search and provides rules to be analyzed to transform the data into useful information. After mining, 4,230 rules were selected: teenage pregnancy plus birth weight < 2,500g, or post-term birth plus teenage mother with a previous child or intercurrent conditions increase the risk of neonatal death. The results highlight the need for greater attention to teenage mothers, newborns with birth weight < 2,500g, post-term neonates, and infants of mothers with intercurrent conditions, thus corroborating other studies.

  20. Determinantes sociales de la mortalidad infantil en municipios de bajo índice de desarrollo humano en México

    OpenAIRE

    Duarte-Gómez, María Beatriz; Núñez-Urquiza, Rosa María; Restrepo-Restrepo, José Alonso; Richardson-López-Collada, Vesta Louise

    2015-01-01

    Introducción: Se realizó un estudio con el objetivo de identificar determinantes sociales de mortalidad infantil en zonas rurales en México, y recomendar estrategias para disminuir esta mortalidad. Métodos: Se tomó una muestra por conveniencia de 16 municipios de bajo índice de desarrollo humano. Se identificaron fallecimientos de menores de un año de edad a través de registros oficiales y de entrevistas con autoridades civiles, personal de salud y líderes comunitarios. También se realizar...

  1. Determinantes sociales de la mortalidad infantil en municipios de bajo índice de desarrollo humano en México

    OpenAIRE

    Duarte-Gómez, María Beatriz; Núñez-Urquiza, Rosa María; Restrepo-Restrepo, José Alonso; López-Collada, Vesta Louise Richardson

    2015-01-01

    ResumenINTRODUCCIÓN: Se realizó un estudio con el objetivo de identificar determinantes sociales de mortalidad infantil en zonas rurales en México, y recomendar estrategias para disminuir esta mortalidad.MÉTODOS: Se tomó una muestra por conveniencia de 16 municipios de bajo índice de desarrollo humano. Se identificaron fallecimientos de menores de un año de edad a través de registros oficiales y de entrevistas con autoridades civiles, personal de salud y líderes comunitarios. También se reali...

  2. Desarrollo social y mortalidad infantil, 1977-1986, Cuba: un análisis regional Desenvolvimento social e mortalidade infantil, 1977-1986, Cuba: análise regional Social development and infant mortality, 1977-1986, Cuba: a regional analysis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guillermo Gonzalez Perez

    1990-06-01

    Full Text Available En Cuba, la tasa de mortalidad infantil (TMI se redujo entre 1970 y 1986 en un 65%. La TMI alcanzada en 1986 -13,6%o - ubica al país a la vanguardia de Latinoamérica en cuanto a salud materno-infantil. Sin embargo, subsisten diferencias interprovinciales en la mortalidad durante el primer año de vida. Mediante el empleo de técnicas de regresión múltiples, se intenta identificar los factores sociodemográficos o relacionados con los servicios de salud que más han incidido en el descenso de la TMI en Cuba y provincias en el decenio estudiado, así como las variables que mejor explican las diferencias interprovinciales en cada año. Son factores sociodemográficos los que mayoritariamente explican la evolución de la TMI; por otra parte, si bien la proporción de nacidos vivos con bajo peso y la tasa bruta de natalidad explican en primera instancia las diferencias interprovinciales en el nivel de la mortalidad infantil en cada año, un análisis más cuidadoso permite establecer que son variables eminentemente socieconómicas las que están detrás de tales diferencias.Em Cuba, entre os anos de 1970 a 1986 a taxa de mortalidade infantil (TMI reduziu em 65%. A TMI obtida em 1986 -13,6%o - foi a mais baixa no contexto lationamericano, embora a nível regional o comportamento da taxa não tem sido homogêneo. Com o emprego da técnica de regressão múltipla, pretendeu-se identificar aqueles fatores socio-demográficos e dos serviços de saúde que mais têm incidido no declínio da mortalidade infantil em Cuba, no período acima descrito, bem como as variáveis que melhor explicam as diferenças inter-regionais do referido indicador. Os fatores socio-demográficos explicam a evolução da TMI em Cuba. Embora a queda da natalidade e a redução da proporção de recém-nascidos com baixo peso ao nascer expliquem - em princípios - as diferenças inter-regionais quanto a TMI, outros fatores socio-econômicos podem explicar tais diferen

  3. Infant mortality and prenatal care: contributions of the clinic in the light of Canguilhem and Foucault Mortalidad infantil y prenatal: contribuciones de la clínica bajo la perspectiva de Canguilhem y Foucault Mortalidade infantil e pré-natal: contribuições da clínica à luz de Canguilhem e Foucault

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paula Pereira de Figueiredo

    2012-02-01

    ías disponibles en el sistema de salud y, en conjunto, consigan contribuir para la reducción de la mortalidad infantil en Brasil.Neste estudo de revisão objetivou-se verificar como pesquisas realizadas no Brasil relacionam a mortalidade infantil e o pré-natal e apresentar contribuições da clínica à luz de Canguilhem e Foucault, para a qualificação da assistência. Realizou-se revisão integrativa de literatura a partir de buscas nas bases de dados SciELO, LILACS, MEDLINE e BDENF, no período de 2000 a 2009. A relação entre a mortalidade infantil e o pré-natal refere-se ao número insuficiente de consultas ou à qualidade do atendimento prestado. Mesmo quando o número e a rotina de consultas no pré-natal foram adequados, os óbitos evitáveis estiveram presentes. Para a qualificação da assistência oferecida, sugere-se que sejam considerados o conhecimento clínico e os demais elementos componentes do processo de viver humano, no intuito de que o olhar clínico seja ampliado e articulado às tecnologias disponíveis no sistema de saúde e, em conjunto, consigam contribuir para a redução da mortalidade infantil no Brasil.

  4. Fatores de erros na mensuração da mortalidade infantil Error factors in the measurement of infant mortality

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ruy Laurenti

    1975-12-01

    Full Text Available Dentre os indicadores de saúde tradicionalmente utilizados a mortalidade infantil destaca-se como um dos mais importantes. Frequentemente é utilizada por profissionais de saúde pública na caracterização do nível de saúde e em avaliações de programas. Existem, porém, vários fatores de erros que afetam o seu valor e dentre esses são destacados: a definição dos nascidos vivos e sua aplicação na prática, o sub-registro de óbito e de nascimento, o registro do óbito por local de ocorrência, a definição de nascido vivo no ano e a declaração errada na idade. Existem também erros qualitativos que dizem respeito, principalmente, a declarações erradas da causa de morte. Vários desses fatores foram medidos para São Paulo.Among the traditionally used health indices the infant mortality rate is distinguished as the most important one. Frequently it is used by the public health professionals for health level characterization and for the evaluation of programmes. There are, however, several error factors that affect its value, among which are the live birth definition and its true use; underregistration of deaths and births; the death register by place of occurrence; live birth definition in the year, and the wrong age information. There are also qualitative errors due to wrong information as regards the causes of death. Several of these factors were discussed for S. Paulo.

  5. Mortalidad infantil por malformaciones congénitas en Chile: análisis temporal y espacial, 1997-2011

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Edgardo Dipierri

    Full Text Available OBJETIVO:Analizar la distribución espacial y temporal (1997-2011 de la mortalidad infantil por malformaciones congénitas (MC en Chile. MÉTODOS: Los datos de nacimientos y muertes en menores de 1 año de edad codificados con la CIE-10 se obtuvieron del Instituto Nacional de Estadísticas. Para las regiones administrativas y las naturales (Norte Grande, Norte Chico, Central, Austral y Sur, sistemas (nervioso, cardiovascular, digestivo, genitourinario, musculo esquelético, anomalías cromosómicas y 28 malformaciones específicas, se estimaron el porcentaje de muertes por MC (PM-MC y la tasa de mortalidad infantil por MC (TMI-MC en 3 períodos (1997-2001, 2002-2009, 2007-2011. La tendencia secular y la variación del riesgo de muerte se estimaron con un modelo de regresión de Poisson. RESULTADOS: Para todo Chile, la tendencia secular de la TMI-MC y el PM-MC fueron negativa y positiva, respectivamente (P < 0,01. La TMI-MC y el PM-MC exhibieron una heterogeneidad espacial discreta en las regiones administrativas y naturales. La región natural que más se acercó al patrón nacional fue la Central. La tendencia secular de la TMI-MC de los sistemas nervioso y cardíaco y de algunas MC específicas (anencefalia, espina bífida, y comunicaciones interauricular e interventricular fue negativa. El patrón de mortalidad infantil por MC para todo Chile se caracteriza por presentar en el período 1997-2011 un descenso de la TMI-MC y un aumento del PM-MC. CONCLUSIONES: Los resultados indican que Chile se encuentra en un estadio avanzado de la transición epidemiológica de las causas de mortalidad infantil. Sin embargo, se observan disparidades interregionales de estos indicadores, más notorias en el sur del país.

  6. Comitês de prevenção da mortalidade infantil no Paraná, Brasil: implantação e operacionalização

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mansano Nereu Henrique

    2004-01-01

    Full Text Available Este artigo tem por objetivo relatar a experiência de implantação e funcionamento dos Comitês de Prevenção da Mortalidade Infantil no Estado do Paraná, Brasil, apresentando as estratégias de operacionalização, composição e fluxo dos três níveis: estadual, regional e municipal. Para a efetiva implantação dessa proposta, foi necessário preparar profissionais para investigar o óbito infantil e, portanto, foram realizados treinamentos de Multiplicadores para Investigação dos Óbitos Infantis. Em dois anos, os comitês analisaram 50% dos óbitos do Estado. Pretende-se ampliar gradativamente o número de óbitos analisados, bem como dar continuidade ao acompanhamento e à reestruturação dos comitês, visando a obter melhor desempenho, mais agilidade e melhor qualidade dos dados.

  7. Mortalidade infantil e acesso geográfico ao parto nos municípios brasileiros Mortalidad infantil y acceso geográfico al parto en los municipios brasileños Infant mortality and geographic access to childbirth in Brazilian municipalities

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wanessa da Silva de Almeida

    2012-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar o acesso geográfico ao parto hospitalar nos municípios brasileiros. MÉTODOS: Foram analisadas informações de óbitos e nascimentos quanto à sua adequação para o cálculo do coeficiente de mortalidade infantil no período de 2005 a 2007 para os 5.564 municípios brasileiros. O acesso geográfico foi expresso por indicadores de deslocamento, oferta e acesso aos serviços de saúde. A associação entre o acesso geográfico ao parto e o coeficiente de mortalidade infantil em municípios com adequação de suas informações vitais foi avaliada por meio de regressão múltipla. RESULTADOS: Dentre os municípios analisados, 56% apresentaram adequação das informações vitais, correspondendo a 72% da população brasileira. O deslocamento geográfico ao parto mostrou-se inversamente associado ao porte populacional, à renda per capita, e à mortalidade infantil, mesmo controlado por fatores demográficos e socioeconômicos. CONCLUSÕES: Embora tenham sido desenvolvidas estratégias importantes para a melhoria da qualidade do atendimento às gestantes no Brasil, as ações para garantir o acesso igualitário à assistência ao parto ainda são insuficientes. O maior deslocamento intermunicipal para o parto se mostrou como um fator de risco para a mortalidade infantil, aliado à desigualdade de oferta de serviços qualificados e à falta de integração com a atenção básica de saúde.OBJETIVO: Analizar el acceso geográfico al parto hospitalario en los municipios brasileños. MÉTODOS: Se analizaron informaciones de óbitos y nacimientos con relación a su adecuación para el cálculo del coeficiente de mortalidad infantil en el período de 2005 a 2007 para los 5.564 municipios brasileños. El acceso geográfico fue expresado por indicadores de desplazamiento y oferta y acceso a los servicios de salud. Se evaluó la asociación entre el acceso geográfico al parto y el coeficiente de mortalidad infantil en municipios con

  8. Mortalidade infantil por causas evitáveis no Brasil: um estudo ecológico no período 2000-2002 Infant mortality from preventable causes in Brazil: an ecological study in 2000-2002

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antonio Fernando Boing

    2008-02-01

    Full Text Available O objetivo desse estudo foi testar as associações entre a mortalidade infantil por causas evitáveis no Brasil com indicadores sócio-econômicos e de serviços e investimentos em saúde. Trata-se de um estudo ecológico, cujas unidades de análise foram os 296 municípios brasileiros com população superior a 80 mil habitantes. Realizaram-se os testes de Kruskall-Wallis e ANOVA para identificar diferenças significativas entre os quartis de mortalidade infantil segundo as variáveis independentes, e foram calculados os coeficientes de correlação de Pearson e de Spearman para testar as associações entre todas as variáveis. Os municípios que compuseram os quartis com maior mortalidade infantil por causas evitáveis apresentaram também menor Índice de Desenvolvimento Humano Municipal, Produto Interno Bruto per capita, pessoas que vivem em domicílios com banheiro e água encanada, despesa total com saúde por habitante e médicos por mil habitantes; e maior coeficiente de Gini. A compreensão do papel protagonista das condições sócio-econômicas e de investimentos em saúde sobre a mortalidade infantil por causas evitáveis deve permear as ações que visem à minimização da magnitude e da desigualdade desses óbitos.This study aims to test the associations between infant mortality from preventable causes in Brazil and socioeconomic factors, including those pertaining to health services and investments. This was an ecological study using 296 Brazilian counties (municipalities with more than 80,000 inhabitants each as the analytical units. Kruskall-Wallis and ANOVA tests were performed to compare independent variables according to infant mortality quartile, and Pearson and Spearman's correlation coefficients were computed to test the associations. As the infant mortality quartile from preventable causes increases, there is a gradual decrease in the municipal human development index, per capita gross domestic product, households with

  9. Evolução da mortalidade geral, infantil e proporcional no Brasil Trends in general, infant and proportional mortality in Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Yunes

    1974-06-01

    Full Text Available Estudo da evolução da mortalidade geral, infantil e proporcional para o Brasil e Regiões Fisiográficas de 1941 a 1970. Nos últimos 30 anos a redução de mortalidade geral para o Brasil foi de 47,5%, tendo sido maior a queda na região Centro-Oeste. No último decênio observa-se o aumento do coeficiente em todas as regiões iniciando-se em diferentes períodos, sendo em parte devido ao aumento da mortalidade infantil. Ao se comparar a mortalidade geral do Brasil com a de países mais desenvolvidos, ela pode ser considerada elevada, uma vez que cerca de 42% da população tem menos de 14 anos de idade, indicando nível de saúde insatisfatório. Para a mortalidade infantil, em 30 anos houve uma redução de seu coeficiente em 46,2%, tendo sido maior esta queda na região Centro-Oeste. No último decênio, observa-se um aumento deste coeficiente, sugerindo, portanto, uma piora do nível de saúde e ao se comparar com outros países é notória a diferença observada. Ao se comparar a mortalidade proporcional (percentagem do total de óbitos de crianças menores de 1 ano de 1940/1970, observa-se uma elevação de 16,3%, sendo no último decênio o maior aumento para as regiões Centro-Oeste (57,7% e Sudeste (36,1%. Ao se comparar os dados do Brasil com o Estado e Município mais desenvolvido (São Paulo, observa-se sempre que estes indicadores para o país como um todo apresentam-se mais elevados, sugerindo um pior nível de saúde. Entre os principais fatores condicionantes da piora do nível de saúde do Brasil no último decênio, destaca-se o econômico onde ocorre um aumento na concentração da distribuição de renda, declíneo do salário mínimo real de 20%, com conseqüente diminuição do poder aquisitivo da população assalariada. Acresce-se ainda, o aumento da população descoberta dos recursos de saneamento básico.Study of the evolution of general mortality, infant mortality rate and mortality ratio in Brazil and

  10. Condições de vida e mortalidade infantil no município do Embu, São Paulo Living conditions and infant mortality in the municipality of Embu, São Paulo, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renato Nabas Ventura

    2008-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever a distribuição do coeficiente de mortalidade infantil e seus componentes no município do Embu, São Paulo, no período de 1995 a 1998, segundo os estratos de condições de vida. MÉTODOS: Estudo descritivo com análise por conglomerados,dos 135 setores censitários do município de Embu, agrupados em quatro estratos de condições de vida: estrato 1, com melhores condições de moradia, renda e escolaridade; estratos 2 e 3, intermediários; estrato 4, no qual todas as moradias eram aglomerados subnormais ou favelas. Foram calculados os coeficientes de mortalidade infantil, neonatal e pós-neonatal, a proporção entre óbitos neonatais e pós-neonatais, o risco atribuível populacional e mortalidade proporcional por causas, para os anos de 1995 a 1998, segundo os quatro estratos de condições de vida estabelecidos. RESULTADOS: O estrato 4 apresentou maiores coeficientes de mortalidade infantil e risco atribuível populacional em relação aos estratos intermediários, em todos os anos do estudo. Esse estrato apresentou, também, as menores proporções entre mortalidade neonatal e pós-neonatal. O risco atribuível populacional no estrato 4 foi maior que os demais estratos para as afecções perinatais (159,4, doenças respiratórias (271,4 e doenças infecciosas (415,6. Identificaram-se dados demográficos semelhantes em áreas próximas aos limites geograficamente constituídos pelo estudo e heterogeneidade de eventos num mesmo território. CONCLUSÕES: Identificou-se uma relação entre desigualdades sociais e mortalidade infantil, segundo os critérios de condições de vida estabelecidos para este estudo, entretanto, não houve distribuição homogênea nos quatro estratos populacionais, revelando dificuldades em utilizá-los como parâmetros para desigualdades sociais em grandes centros urbanos.OBJECTIVE: To describe the infant mortality coefficient and its components in the municipality of Embu, São Paulo, Brazil

  11. Evolución de la mortalidad infantil en la ciudad de Barcelona (1983-1998 Trends in infant mortality in Barcelona [Spain], 1983-1998

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Emma Albacar

    2004-02-01

    Full Text Available Objetivo: Analizar las tendencias de la mortalidad infantil, teniendo en cuenta sus componentes y las principales causas de defunción entre los años 1983 y 1998 en la ciudad de Barcelona. Métodos: Se han calculado las tasas globales y por sexos de la mortalidad infantil, posneonatal, neonatal, neonatal tardía y neonatal precoz de los residentes de la ciudad de Barcelona entre los años 1983 y 1998, con los datos procedentes de los registros de mortalidad y natalidad. Los datos se han agrupado en períodos de 4 años y se han ajustado los modelos de regresión de Poisson con la finalidad de calcular los riesgos relativos de mortalidad que comparen estos períodos. También se ha calculado la variación porcentual entre las tasas de los períodos definidos. Resultados: En total, durante estos 16 años hubo 1.564 muertes. De éstas, 896 corresponden a niños (57,3% y las 668 restantes a niñas (42,7%. Las tasas de mortalidad infantil oscilan entre 10,5 por 1.000 nacidos vivos en el año 1986 y 3,4 10 años después, en el año 1996. Entre los años 1983 y 1988 se observa un estancamiento de la mortalidad infantil, y a partir del año 1989 se nota una disminución en las tasas de mortalidad infantil. La tasa de mortalidad neonatal, y sobre todo la neonatal precoz, experimentan un descenso más pronunciado que la mortalidad posneonatal. Las causas de defunción más frecuentes son las debidas a defectos congénitos (47,4% seguidas por las causas perinatales (32,1%. Conclusiones: Tras analizar la tendencia de la mortalidad infantil y haber observado la de años anteriores, se concluye que las tasas de mortalidad infantil han disminuido durante el período estudiado, aunque no con la misma intensidad que en décadas anteriores.Objective: To analyze trends in infant mortality, taking into account its main components and the principal causes of death between 1983 and 1998 in the city of Barcelona (Spain. Methods: We calculated overall mortality rates

  12. La reducción de la mortalidad infantil en Argentina, Brasil y Uruguay. Entre intenciones, logros y desafíos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eleonora Soledad Rojas-Cabrera

    2011-01-01

    Full Text Available La importancia de la reducción de la mortalidad infantil es reconocida internacionalmente en distintos tratados de Derechos Humanos, entre ellos la Convención sobre los Derechos del Niño (CDN y se refuerza con metas cuantificables en los planes de acción de las conferencias basadas en los mismos, a los que Argentina, Brasil y Uruguay adhieren. A veinte años de ratificada la CDN, nos preguntamos en qué medida la reducción de la mortalidad infantil en estos países ha sido suficiente para alcanzar las metas establecidas. Nos interesa conocer cuáles son los logros alcanzados y los temas pendientes para dar cumplimiento a los compromisos asumidos ante la comunidad internacional. En base a información publicada por los institutos nacionales de estadísticas y por el Centro Latinoamericano y Caribeño de Demografía (CEPAL/CELADE, se concluye que Argentina, Brasil y Uruguay han realizado importantes logros en la reducción de la mortalidad infantil, de manera que habrían logrado la meta de reducción en un tercio el nivel de la mortalidad infantil entre los años 1990 y 2000. Sin embargo, a pesar de haber continuado el descenso en años posteriores, el ritmo no sería suficiente para alcanzar las metas planteadas para el año 2010 ni para el año 2015. En cuanto a las metas relacionadas a la disminución de las brechas entre sectores sociales, la situación es más preocupante ya que las diferencias se mantienen en valores inaceptables. Por estos motivos, los países deberían redoblar los esfuerzos para dar cumplimiento a dichos compromisos.

  13. Leucodistrofia metacromática infantil em gêmeos

    OpenAIRE

    Wittig,Ehrenfried Othmar; Marçallo,Francisco Antonio; Pilotto,Rui Fernando; Mello,Luiz Renato

    1985-01-01

    Os autores descrevem um par de gêmeas monozigóticas, filhas de pais consanguíneos em segundo grau (f=1/32), com leucodistrofia metacromática, forma infantil. A zigosidade foi determinada pelos achados obstétricos e por marcadores genéticos eritrocitários.

  14. Leucodistrofia metacromática infantil em gêmeos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ehrenfried Othmar Wittig

    1985-09-01

    Full Text Available Os autores descrevem um par de gêmeas monozigóticas, filhas de pais consanguíneos em segundo grau (f=1/32, com leucodistrofia metacromática, forma infantil. A zigosidade foi determinada pelos achados obstétricos e por marcadores genéticos eritrocitários.

  15. Factores socioeconomicos asociados a la mortalidad postneonatal en Cuba Fatores sócio-econômicos associados à mortalidade pós-neonatal em Cuba Socioeconomic factors associated with postneonatal mortality in Cuba

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guillermo Gonzalez Perez

    1990-04-01

    Full Text Available Se intentam identificar aquellos factores socioeconomicos que puedan ser considerados como factores de riesgo, tanto de la mortalidad postneonatal como de la exógena, asi como su relevancia social, para Cuba en 1982. Mediante un estudio caso-control basado en una muestra nacional de fallecidos menores de un ano y sobrevivientes a la misma edad - para cuyo analisis se emplearon técnicas asociadas a la regresión logística - se pudo estimar el riesgo relativo; el riesgo atribuible y las probabilidades de morir en presencia o ausencia de los factores identificados. Los resultados apuntan hacia la carencia de servicios sanitarios en el interior de la vivienda y el hacinamiento - 3 o mas personas por habitación - como los factores de riesgo mas trascendentes tanto para propiciar la mortalidad postneonatal como la exógena. Se ratifica la condición de "reserva" que posee el componente postneonatal para la redución ulterior de la mortalidad infantil en el pais.Foram identificados os fatores sócio-econômicos que podem ser considerados de risco para a mortalidade pós-neonatal e mortalidade exógena, e seu impacto social em Cuba, em 1982. Realizou-se estudo caso-controle baseado numa amostra nacional dos óbitos menores de um ano, e dos sobreviventes da mesma idade. Os dados foram analisados com o emprego da técnica de regressão logística, para calcular o risco relativo, o risco atribuível e a probabilidade de morte na presença desses fatores. Os resultados indicaram que a falta de instalações sanitárias no domicílio e o excesso de pessoas em cada moradia (3 pessoas e mais por habitação são os mais fortes fatores de risco tanto para a morte pós-neonatal como por causa exógena. Foi confirmada a importância da redução da mortalidade pós-neonatal e exógena para a diminuição da taxa de mortalidade infantil em Cuba.Economic and social risk factors for both postneonatal and exogenous mortality are evaluated for Cuban children for

  16. Fatores de risco associados à mortalidade infantil em duas áreas da região metropolitana de São Paulo (Brasil, 1984-1985: proposta de instrumentos preditivos Risk factors associated with infant mortality in two municipalities of the metropolitan area of S.Paulo (Brazil, 1984-1985: proposal for a predictive scoring system

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Chester L. G. Cesar

    1990-08-01

    Full Text Available Estudou-se a aplicação do conceito de "risco" na área materno-infantil, partindo da proposta da Organização Mundial de Saúde relativa ao "enfoque de risco" na organização dos serviços de saúde. O estudo concentrou-se no desenvolvimento de instrumentos de identificação de grupos de alto risco de óbito infantil, seja no período neonatal, seja no período pós-neonatal, e baseou-se em estudo de caso-controle. O grupo de casos correspondeu a óbitos registrados de menores de um ano de idade, ocorridos nos anos de 1984 e 1985, de pais residentes nos municípios de Cotia e Vargem Grande Paulista, SP (Brasil, totalizando 149 óbitos (casos. O grupo controle foi formado por uma amostra probabilística de 216 crianças nascidas em 1984, filhas de pais residentes nos municípios estudados e que sobreviveram ao primeiro ano de vida, As mães de ambos os grupos responderam a um questionário, aplicado em entrevistas domiciliarias, para a identificação de variáveis independentes associadas ao óbito infantil. As variáveis que mostraram associação estatisticamente significante foram agrupadas em quatro escalas de risco: para uso em pré-natal; para uso por ocasião do parto; para uso no período neonatal; e para uso em puericultura após o período neonatal. As variáveis participaram nas escalas ponderadas pelos valores das razões dos produtos cruzados. As escalas apresentaram diferentes pontos de corte e a cada um destes correspondeu uma dada sensibilidade, especificidade e poder preditivo.The application of the concept of "risk" to maternal and child health was studied, the starting point being the World Health Organization's proposal for a "risk approach" in health services. The study was concerned with the development of a scoring system for the identification of groups at high risk of death during the first year of life, whether in the neonatal or the post-neonatal periods, and was based on a case-control study. The case group

  17. Administración del recurso hídrico para consumo humano en Costa Rica y su consecuencia en la mortalidad infantil post-neonatal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edwin Vega Araya

    2008-06-01

    Full Text Available Si se está pensando en reducir la mortalidad infantil, es útil dividir la mortalidad según el tiempo en que ocurre. La mortalidad perinatal y neonatal (en los primeros días de vida hasta los 27 días de vida y la mortalidad post-neonatal (entre 28 y 365 días de vida. El presente estudio se refiere a este último periodo de deceso, la tasa de mortalidad infantil post-neonatal (TMI post-neonatal, que si bien tiene un peso relativo menor, no deja de ser importante. Primeramente se analiza la influencia de otros factores, como los factores sociodemográficos a través del estudio de la relación entre el Índice de Desarrollo Social (IDS y la TMI post-neonatal. Luego se establece cuáles son los entes que proveen el servicio de agua potable en los diferentes distritos del país, y, dadas sus diferentes características, se analiza y verifica la hipótesis de que el ente proveedor (o administrador es un factor que explica la variación de la TMI post-neonatal entre distritos. Para reducir la TMI post-neonatal se debe obrar en la calidad del agua potable. La primera sugerencia es que en cada distrito debe haber un claro responsable y proveedor del agua potable. A juzgar por el éxito de ICAA y ESPH, parecen más exitosos los entes administradores basados en el control (en términos de definición de tarifas y control de calidad por parte de ARESEP, y no por Concejos Municipales que son más susceptibles a aplazar medidas como la colocación de medidores, la ejecución de ciertas inversiones, etc.

  18. EVOLUCIÓN DE LA MORTALIDAD POR ACCIDENTES INFANTILES Y SU DISTRIBUCIÓN GEOGRÁFICA EN ESPAÑA (1975-1994

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Miguel Ruiz Ramos

    2001-01-01

    Full Text Available Fundamentos: En los países desarrollados los accidentes infantiles ocupan los primeros lugares como causa de mortalidad. El objetivo de este trabajo es describir su evolución en España desde 1975 a 1994, así como su distribución por Comunidades Autónomas. Método: Con las defunciones por accidentes y las poblaciones de España y sus Comunidades Autónomas de 1 a 14 años de las estadísticas oficiales de mortalidad se han calculado los siguientes indicadores: porcentajes sobre el total de defunciones, tasas brutas de mortalidad, tasas ajustadas por edad, tasas específicas por grupos de edad y riesgos relativos. Estos indicadores han sido calculados por género, año de defunción y Comunidad Autónoma. Resultados: Entre 1975 y 1994 se ha reducido la mortalidad por accidentes infantiles en España, en un 3% anual en las niñas y en un 3,5% en los niños. La razón niños/niñas se ha mantenido alrededor de 2. Los accidentes de tráfico han supuesto en torno al 50%. Aragón presentaba el riego relativo más bajo tanto en niñas como en niños, con 0,54 y 0,57 respectivamente, y Galicia el más alto con 1,73 en niñas y 1,91 en niños. El porcentaje sobre el total de defunciones infantiles fue muy variable entre las Comunidades Autónomas, mientras que el porcentaje de accidentes de tráfico estuvo alrededor del 50% en todas las Comunidades Autónomas. Conclusiones: En España la mortalidad por accidentes infantiles ha descendido de una manera notable, en la actualidad se estima que los niños mueren un 50% menos que en 1975. La distribución por Comunidades Autónomas presenta grandes diferencias.

  19. Fatores de risco para mortalidade infantil em município do Nordeste do Brasil: linkage entre bancos de dados de nascidos vivos e óbitos infantis - 2000 a 2002 Risk factors for infant mortality in a city of northeastern Brazil: linkage between live birth and infant death databases - 2000 to 2002

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiana Ferreira da Silva

    2006-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar fatores de risco para a morte de crianças menores de um ano de idade, do município de Maracanaú, Estado do Ceará, entre os anos de 2000 e 2002, através de linkage das informações do Sistema de Informação sobre Nascidos Vivos e Sistema de Informação sobre Mortalidade. MÉTODOS: Coorte retrospectiva de 11.127 nascimentos vivos com declaração de nascido vivo preenchida, ocorridos entre 01/01/2000 e 31/12/2002 e 119 óbitos infantis relacionados a essa coorte de nascidos vivos, com declaração de óbito ou instrumento de investigação de óbito infantil preenchidos, ocorridos entre 01/01/2000 e 31/12/2003. Os fatores de risco para a mortalidade infantil foram estimados utilizando-se as análises bivariada e multivariada através da regressão logística. RESULTADOS: Foram encontradas odds ratio (OR estatisticamente significativas para nascidos vivos com baixo peso ao nascer (OR=3,16; IC95% 1,58-6,35, nascidos vivos prematuros (OR=2,70 ; IC95% 1,25-5,86, nascidos vivos de mães com consultas pré-natal igual ou menores a 6 (OR=2,05; IC95% 1,15-3,64 e nascidos vivos cujo escore de Apgar no primeiro (OR=4,40 IC95% 2,48-7,81 e quinto (OR=5,5; IC95% 2,75-11,20 minutos de vida foram inferiores a sete. CONCLUSÕES: Esse estudo possibilitou o uso das bases de dados de nascimentos e óbitos, sugerindo a vigilância contínua e oferta de assistência adequada ao subgrupo de recém-nascidos com maior risco de morte e a garantia de assistência pré-natal de qualidade.OBJECTIVE: to analyze risk factors for the death of children at one year of age in the town of Maracanaú, in the State of Ceará, between the year 2000 and 2002, through the linkage of information of the System of Information on Live Births and the Mortality System of Information. METHODS: retrospective cohort of 11,127 live births with certificate of born-alive filled out and occurred between 01/01/2000 and 31/01/2002 and 119 infant deaths linked to this cohort

  20. Mortalidade de motociclistas em acidentes de transporte no Distrito Federal, 1996 a 2007

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marli de Mesquita Silva Montenegro

    2011-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever características sociodemográficas e analisar a tendência temporal da mortalidade de motociclistas traumatizados em acidentes de transporte. MÉTODOS: Estudo de séries temporais com dados de 580 óbitos de motociclistas do Distrito Federal, de 1996 a 2007, obtidos do Sistema de Informações sobre Mortalidade. Foram calculadas as taxas de mortalidade específicas segundo idade e sexo, as taxas padronizadas (método direto e a razão de óbitos por frota (motocicletas. A média móvel centralizada da taxa padronizada de mortalidade de homens foi calculada para o período de três anos e um modelo de regressão linear foi construído para estudar a evolução temporal da mortalidade. Para calcular o incremento anual da taxa de mortalidade padronizada utilizou-se o método joinpoint (ponto de inflexão. RESULTADOS: A maior parte dos motociclistas mortos era do sexo masculino, (94,3%, pardo (71,0% e tinha entre 20 e 39 anos (73,8%. A taxa padronizada de mortalidade de motociclistas (homens residentes foi de 1,9 para 7,2 óbitos/100 mil homens entre 1996 e 2007. Entre 1998 e 2007, a razão de óbitos por frota passou de 2,0 óbitos/10 mil motocicletas para 10,0 óbitos/10 mil motocicletas entre os homens. Estimou-se incremento anual de 0,48 óbito/100 mil homens (IC95% 0,31;0,65; p < 0,001. O incremento percentual anual da taxa padronizada de mortalidade para o sexo masculino foi de 36,2% no período 1998-2007 (IC 95% 21,2%;53,2%; p < 0,05. CONCLUSÕES: A taxa de mortalidade de motociclistas decorrente de acidentes de transporte aumentou expressivamente. Esse aumento é explicado apenas em parte pelo aumento da frota de motocicletas. Características individuais dos condutores, bem como as condições locais do tráfego, necessitam ser investigadas para o planejamento de políticas preventivas.

  1. Desigualdades socioeconómicas y mortalidad infantil en Bolivia Socioeconomic inequalities and infant mortality in Bolivia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edgar Maydana

    2009-05-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analizar las desigualdades socioeconómicas y su relación con la mortalidad infantil en los municipios de Bolivia en 2001. MÉTODOS: Estudio ecológico a partir de los datos del Censo Nacional de Población y Vivienda de 2001 para los 327 municipios de los nueve departamentos de Bolivia. La variable dependiente fue la tasa de mortalidad infantil (TMI y las independientes fueron indicadores socioeconómicos indirectos (la proporción de analfabetos mayores de 15 años y las características constructivas y sanitarias de las viviendas. Se describió la distribución geográfica por indicador y se analizó la relación entre la TMI y los indicadores socioeconómicos mediante el coeficiente de correlación de Spearman y el ajuste de modelos de regresión de Poisson. RESULTADOS: La TMI estimada para Bolivia en 2001 fue de 67 por 1 000 nacidos vivos. Las tasas fluctuaron entre OBJECTIVES: To evaluate socioeconomic inequalities and its relation to infant mortality in Bolivia's municipalities in 2001. METHODS: An ecological study based on data from the 2001 National Census on Population and Housing (Censo Nacional de Población y Vivienda covering the 327 municipalities in Bolivia's nine departments. The dependent variable was the infant mortality rate (IMR; the independent variables were indirect socioeconomic indicators (the percentage of illiterates older than 15 years of age, and the building materials and sanitation features of the houses. The geographic distribution of each indicator was determined and the associations between IMR and each socioeconomic indicator were calculate using Spearman's rank correlation coefficient and adjusted with Poisson regression models. RESULTS: The resulting IMR for Bolivia in 2001 was 67 per 1 000 live births. Rates ranged from < 0.1 per 1 000 live births in the Magdalena municipality, Beni department, to 170.0 per 1 000 live births in the Caripuyo municipality, Potosí department. The mean rate of

  2. Mortalidad infantil y preescolar en el estado de Baja California. Análisis de condicionantes biodemográficos relacionados con la historia reproductiva de la madre

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Humberto González-Galbán

    2015-01-01

    Full Text Available La incidencia de la mortalidad cercana al nacimiento está asociada potencialmente a las características biológicas y demográficas de la madre durante su historia reproductiva. A fin de analizar los señalados aspectos, se presenta el actual artículo que tiene como objetivo general el valorar si algunos de los factores biodemográficos que aquí son considerados constituyen condicionantes para la ocurrencia de la mortalidad infantil y/o para el resto de los infantes menores de 5 años. Para llevar a cabo este trabajo se aplicó el método demográfico de la tabla de vida, con el cual se obtuvieron curvas de sobrevivencia, que tomaron como fuente de información la Encuesta Nacional sobre la Dinámica Demográfica del año 2009, México, lo que permitió sustentar empíricamente los resultados a los que se arribó, como son: el orden del nacimiento del hijo se observa como un diferencial para la mortalidad de los menores de 5 años; asimismo la edad de la madre constituye un importante condicionante para dicha problemática, que ejerce mayor influencia en los órdenes de nacimientos primero y segundo; en igual sentido la fecha del parto establece una diferencia significativa en la supervivencia de los hijos, lo que parece sugerir un cierto efecto cohorte; mientras que los embarazos previos al orden considerado de nacido vivo no han mostrado ser una variable diferenciadora en la supervivencia de los menores de 5 años. Finalmente se apreció que la condición migratoria se presenta como un diferencial de gran peso en la mortalidad infantil y preescolar, básicamente en los órdenes inferiores de nacimientos.

  3. La reducción de la mortalidad infantil en Argentina, Brasil y Uruguay. Entre intenciones, logros y desafíos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    María Marta Santillán Pizarro

    2011-01-01

    Full Text Available La importancia de la reducción de la mortalidad infantil es reconocida internacionalmente en distintos tratados de Derechos Humanos, entre ellos la Convención sobre los Derechos del Niño (CDN y se refuerza con metas cuantificables en los planes de acción de las conferencias basadas en los mismos, a los que Argentina, Brasil y Uruguay adhieren. A veinte años de ratificada la CDN, nos preguntamos en qué medida la reducción de la mortalidad infantil en estos países ha sido suficiente para alcanzar las metas establecidas. Nos interesa conocer cuáles son los logros alcanzados y los temas pendientes para dar cumplimiento a los compromisos asumidos ante la comunidad internacional. En base a información publicada por los institutos nacionales de estadística y por el Centro Latinoamericano y Caribeño de Demografía (CELADE - División de Población de la CEPAL, se concluye que Argentina, Brasil y Uruguay han realizado importantes logros en la reducción de la mortalidad infantil, de manera que habrían conseguido la meta de reducción en un tercio el nivel de la mortalidad infantil entre los años 1990 y 2000. Sin embargo, a pesar de haber continuado el descenso en años posteriores, el ritmo no sería suficiente para alcanzar las metas planteadas para el año 2010 ni para el año 2015. En cuanto a las metas relacionadas a la disminución de las brechas entre sectores sociales, la situación es más preocupante ya que las diferencias se mantienen en valores inaceptables. Por estos motivos, los países deberían redoblar los esfuerzos para dar cumplimiento a dichos compromisos.

  4. POBREZA Y MORTALIDAD INFANTIL EN EL NORTE GRANDE ARGENTINO. UN APORTE PARA LA FORMULACIÓN DE POLÍTICAS PÚBLICAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alfredo Bolsi

    2009-01-01

    Full Text Available Según investigaciones recientes el Norte Grande Argentino conforma el territorio más pobre del país. Se conjetura que esta condición no ha presentado cambios significativos en los últimos años. En este trabajo se busca interpretar el vínculo entre pobreza y mortalidad infantil, que se manifiesta en las denominadas «enfermedades de la pobreza». Se plantea como propósito contribuir a la formulación de políticas públicas que permitan la construcción de un territorio más equilibrado.

  5. La mortalidad feto-infantil y de menores de 5 años en Cuba: período 2000-2010

    OpenAIRE

    Herrera León, Lorenzo I.

    2015-01-01

    La etapa fetal es vital para el desarrollo y bienestar del futuro ser humano, de ahí que el presente trabajo se haya propuesto como objetivo analizar la evolución de la mortalidad feto-infantil y de menores de 5 años durante el decenio 2000-2010, en Cuba. Para el logro de este se realizaron estimaciones de los eventos vitales que acompañan al proceso del embarazo (abortos e interrupciones, embarazos, mortinatos y nacimiento). A raíz de dichas estimaciones y aplicando técnicas estadísticas de ...

  6. Mortalidad infantil en el Hospital Docente Ginecoobstétrico de Guanabacoa (1998-2010 Infant mortality in the Guanabacoa Gynecology-Obstetric Teaching Hospital (1998-2010

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vivian Asunción Álvarez Ponce

    2011-12-01

    Full Text Available Introducción: La mortalidad infantil constituye un importante indicador que se utiliza para medir el estado de salud de la población. Entre sus componentes, la defunción neonatal precoz representa un reto para el ginecoobstetra, ya que su disminución está fundamentalmente relacionada con el seguimiento obstétrico durante el embarazo y el periodo del parto. Objetivo: Determinar el comportamiento de la tasa de mortalidad infantil, en el Hospital Docente Ginecoobstétrico de Guanabacoa, en el periodo comprendido entre el 1 de enero de 1998 y el 31 de diciembre del 2010. Métodos: Se realizó un estudio descriptivo, transversal y retrospectivo de todas las defunciones infantiles que ocurrieron en la institución. El universo de estudio estuvo conformado por las 74 defunciones infantiles de un total de 23 533 nacidos vivos. La información fue obtenida a partir del Comité de Mortalidad y de los registros del Departamento de Estadística de la Institución. Resultados: Se encontró que la tasa de mortalidad infantil durante esos 13 años fue de 3,9 x 1000 nacidos vivos, con tendencia al decrecimiento a partir de 2004. Las principales causas de muerte fueron infecciones, asfixia y malformaciones. Aunque predominó también el componente neonatal precoz, de 2,7 x 1000 nacidos vivos, este mostró una disminución en el periodo estudiado. Asimismo, vale señalar que desde el año 2008 no ha habido muertes neonatales tardías. Conclusiones: La tasa de mortalidad infantil del decenio fue 3,9 x 1000 nacidos vivos, con tendencia a la disminución del componente neonatal precoz. La sepsis constituyó el principal problema para la institución.Introduction: Infant mortality is an important indicator used to measure the population health status. Among its components, the early neonatal death is a challenge for the gynecology-obstetric specialist since its decrease is mainly related to the obstetric follow-up over pregnancy and delivery period. Objective

  7. Mortalidade em idosos por diabetes mellitus como causa básica e associada

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cláudia Medina Coeli

    2002-04-01

    Full Text Available OBJETIVO:Analisar a mortalidade por diabetes mellitus em idosos e a subenumeração do diabetes como causa do óbito de acordo com estatísticas baseadas unicamente em causa básica de óbito. MÉTODOS:Foram revisadas todas as 2.974 declarações de óbito ocorridas em 1994 de idosos residentes em um núcleo habitacional localizado na cidade do Rio de Janeiro, RJ. Destas, foram estudados 291 óbitos, tendo o diabetes mellitus como causa básica (150 e associada (141. A proporção de óbitos em que a diabetes aparece como causa básica em relação ao total de óbitos por diabetes foi calculada de forma global e segundo sexo e faixa etária. RESULTADOS:Dos 291 óbitos estudados, 138 (47,4% ocorreram em homens, e 153, em mulheres (52,6%. As taxas de mortalidade apresentaram crescimento contínuo com o avançar da idade, sendo superiores no sexo masculino, embora a diferença entre sexos tenha sido menor para a análise baseada unicamente na causa básica. Observou-se proporção elevada de óbitos domiciliares (22%. A proporção de óbitos por diabetes como causa básica foi de 51,5%, sendo maior nas mulheres do que nos homens. CONCLUSÕES:A análise das estatísticas de mortalidade baseadas unicamente na causa básica do óbito pode levar a perfis distorcidos, em função da subenumeração não ocorrer aleatoriamente. Estudos adicionais em coortes de idosos brasileiros diabéticos são necessários para permitir uma avaliação mais acurada da mortalidade nesse grupo.

  8. Mortalidad por cáncer infantil en Colombia durante 1985 a 2008 Child mortality from cancer in Colombia, 1985-2008

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marion Piñeros

    2011-07-01

    Full Text Available OBJETIVO: Determinar la magnitud de la mortalidad por cáncer infantil en Colombia y evaluar las tendencias en su evolución entre 1985 y 2008. MÉTODOS: Se analizó durante dicho período la mortalidad en la población colombiana de 0 a 14 años provocada por cáncer en todas las localizaciones -leucemias, tumores malignos del sistema nervioso central (SNC, linfomas no Hodgkin, linfomas Hodgkin, tumores óseos y tumores renales. Se calculó el cambio promedio en las variaciones de las tendencias de mortalidad por cáncer en dicho grupo etario. RESULTADOS: Las muertes por cáncer constituyeron el 3,5% de la mortalidad en menores de 15 años. Entre los períodos 1985-1989 y 2005-2008 las tasas de mortalidad por cáncer mostraron un descenso en ambos sexos, pasando de 54,4 muertes por millón a 44,8 muertes por millón en niños y de 40,9 muertes por millón a 37,9 muertes por millón en niñas. La mortalidad por leucemias y linfomas registró un descenso estadísticamente significativo, mientras que la mortalidad por cánceres del SNC, contrariamente, aumentó también de manera significativa. CONCLUSIONES: Pese a leves tendencias a la baja en la mortalidad por leucemias y linfomas no Hodgkin, las tasas de mortalidad por cáncer infantil en Colombia permanecen altas y requieren esfuerzos importantes en los tratamientos para obtener mayores logros.OBJECTIVE: Determine the magnitude of child mortality from cancer in Colombia and evaluate the trends in its evolution from 1985 to 2008. METHODS: Mortality in the Colombian population aged 0-14 years from cancer in any site (e.g., leukemia, malignant tumors of the central nervous system (CNS, nonHodgkin's lymphoma, Hodgkin's lymphoma, bone tumors, kidney tumors during this period was analyzed. The mean change in the variations of cancer mortality trends in this age group was calculated. RESULTS: Deaths from cancer accounted for 3.5% of mortality in children under 15 years of age. During the periods 1985

  9. La expresión de las desigualdades sociales en la mortalidad infantil. Información epidemiológica en regiones seleccionadas de la provincia de Santa Fe (Argentina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana C. Augsburge

    2013-08-01

    Full Text Available El presente artículo plasma los hallazgos más importantes de una serie de tres estudios epidemiológicos destinados a elaborar el perfil de la mortalidad infantil en función de las condiciones de vida en regiones seleccionadas de Argentina, con el propósito de identificar las desigualdades sociales entre distintos grupos de población. Metodología: se realizaron tres estudios epidemiológicos con diseño ecológico que utilizan datos censales y estadísticas vitales como fuentes secundarias. Resultados: los hallazgos confirmaron un fuerte gradiente desfavorable en la mortalidad infantil para quienes se hallan en desventajas sociales. La gravedad de las disparidades observadas en la mortalidad infantil se hace más aguda cuando se aborda la mortalidad posneonatal. La alta proporción de muertes consideradas reducibles va acompañada asimismo por una profunda asimetría entre los grupos. Discusión: la elección de la mortalidad infantil como problema desde la perspectiva de las desigualdades no es ni original ni la confirmación de un gradiente inverso entre las condiciones de vida y los valores de la tasa de mortalidad infantil. Sin embargo, se destaca la necesidad de dar visibilidad y de cuantificar las desigualdades e inequidades entre grupos en espacios sociales concretos de planificación e intervención sanitaria This paper shows the most important results of three epidemiological studies whose aim was to construct a profile for infant mortality based on the living conditions of some selected areas in Argentina; their goal being the identification of the social inequalities between different populations. Methodology: three ecological epidemiological studies were conducted using census data and vital statistics as secondary sources. Results: the findings confirmed a strong gradient in

  10. Valor preditivo da frequência cardíaca em repouso do teste ergométrico na mortalidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jaqueline Eilert Fagundes

    2010-12-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A frequência cardíaca em repouso (cuja média está entre 60 e 80 bpm é uma das mais simples variáveis cardiovasculares e tem sido considerada como um preditor de mortalidade cardiovascular e geral. OBJETIVO: Avaliar o valor preditivo da frequência cardíaca em repouso (FCR, antes do teste ergométrico (TE, na mortalidade cardiovascular (CV e geral. MÉTODOS: Estudo de caso-controle, que utilizou informações contidas nos bancos de dados do laboratório de ergometria de um hospital especializado em cardiologia e os registros de óbitos da Secretaria da Saúde em uma cidade do sul do Brasil, de janeiro de 1995 a junho de 2007. Foram analisados 7.055 pacientes, sendo 1.645 (23,3% do grupo caso (óbitos e 5.410 (76,7% do grupo controle (vivos. Foi calculado o ponto de corte da FCR para mortalidade, através da curva ROC e realizada a análise multivariada para as variáveis selecionadas. Os desfechos foram mortalidade CV e geral. RESULTADOS: A incidência de mortalidade CV foi de 674 casos (9,5%; a FCR > 78 bpm foi o ponto de corte. Após ajustado para as variáveis selecionadas, o odds ratio (OR para FCR > 78 bpm foi de 3,5 (IC 95% = 2,9 - 4,2 para mortalidade CV e 3,6 (IC 95% = 3,2 - 4,0 para mortalidade geral. CONCLUSÃO: A FCR > 78 bpm é um preditor independente de mortalidade cardiovascular e geral.

  11. Neighborhood socio-environmental vulnerability and infant mortality in Hermosillo, Sonora Vulnerabilidad socioambiental y mortalidad infantil en barrios de Hermosillo, Sonora

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisco Lara-Valencia

    2012-08-01

    Full Text Available OBJECTIVE: This paper explores the impact of contextual variables at the neighborhood level on a health marker in the city of Hermosillo, Mexico and discusses the importance of collaboration between planners and health professional to minimize the negative effect of contextual factors on urban health. MATERIALS AND METHODS: Few studies in Mexico have assessed health outcomes at the intra-urban scale and their interaction with neighborhood-level contextual variables. Using spatial analysis and geographical information systems, the paper explores the association between infant mortality and an index of socio-environmental vulnerability used to measure urban contextual factors. RESULTS: Two high infant mortality clusters were detected within neighborhoods characterized by relatively good environmental conditions and one in a neighborhood with a poor environment. CONCLUSIONS: Our results show the clustering of high infant mortality areas and some association with built environment factors in Hermosillo. The results support the need to reconnect public health and urban planning as a way to create healthier environments in Mexican cities.OBJETIVO: Este artículo explora el papel de factores contextuales a nivel de colonia sobre un marcador de salud en la ciudad de Hermosillo, México y discute la importancia de la colaboración entre planificadores urbanos y profesionales de la salud para minimizar el impacto negativo de factores contextuales sobre la salud de la población urbana. MATERIAL Y MÉTODOS: Pocos estudios en México han evaluado las condiciones de salud a escala intra-urbana y su interacción con variables contextuales a nivel de colonia. Utilizando análisis espacial y sistemas de información geográfica, el artículo explora la relación entre mortalidad infantil y un índice de vulnerabilidad socio-ambiental construido para medir factores contextuales urbanos. RESULTADOS: Dos conglomerados de alta mortalidad infantil fueron detectados

  12. Mortalidad infantil y condiciones higienico-sociales en las Américas: un estudio de correlación Mortalidade infantil e condições higiênico-sociais nas Américas: uma análise de correlação Infant mortality and social conditions in America: a correlation analysis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luis Carlos Silva Ayçaguer

    1990-12-01

    Full Text Available Se evalua por conducto de un estudio exploratorio, basado en la teoría de correlaciones, la relación existente en la Región de las Américas entre la tasa de mortalidad infantil como indicador del estado de salud de la población y otros índices expresivos de áreas tales como la demográfica, social y de desarrollo de la atención médica. Los resultados obtenidos muestran que las variables más influyentes en el riesgo de morir de los menores de un año son el nivel de educación materna y la tasa de natalidad. Por otra parte parece confirmarse que el aumento de los recursos destinados a la atención, por sí mismos, no mejoran la situación de la mortalidad infantil en nuestros países una vez alcanzado cierto nivel.Avalia-se, por meio de um estudo ecológico, de tipo exploratório baseado na teoria de correlações, a relação existente na região das Américas entre a taxa de mortalidade infantil como indicador do Estado de Saúde da População e outros índices expressivos de áreas tais como a demográfica, social e desenvolvimento da assistência médica. Os resultados obtidos mostram que as variáveis mais influentes no risco de morrer dos menores de um ano são o nível de educação materna e a taxa de natalidade. Parece confirmar-se o aumento dos recursos destinados a atenção não melhoram, por si mesmos, a situação da mortalidade infantil nesses países uma vez alcançado certo nível.The relation beetwen the infant mortality rate, as a health indicator, and various demographic, social and health care development indexes is explored by means of an ecological, study based on correlation theory. Results show that the variables of greatest influence are maternal education and birth rate. It seems apparent that, once a minimal level is achieved, an increase of resources devoted to medical care, does not by itself, improve the infant mortality rate in these countries.

  13. Evolução das desigualdades socioeconômicas na mortalidade infantil no Brasil, 1993-2008 Evolution of socioeconomic inequalities in infant and child mortality in Brazil, 1993-20

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leila Posenato Garcia

    2011-09-01

    Full Text Available No Brasil, a mortalidade infantil e na infância apresentam tendência decrescente. Poucos estudos investigaram a evolução temporal das desigualdades socioeconômicas nesses óbitos, no nível individual. O objetivo foi investigar a evolução temporal da magnitude das desigualdades na mortalidade infantil e na infância, segundo a escolaridade materna e a renda domiciliar per capita, no período 1993-2008, no Brasil. Foram utilizados microdados das Pesquisas Nacionais por Amostra de Domicílios (PNAD. A medida de desigualdade empregada foi o índice de concentração (IC, calculado para os óbitos infantis e na infância, segundo escolaridade materna e renda domiciliar per capita. No período de 1993 a 2008, houve redução das desigualdades na mortalidade infantil e na infância, no nível individual, segundo a escolaridade materna e a renda domiciliar per capita. Em 2008, a concentração dos óbitos na infância entre crianças cujas mães tinham menor escolaridade era maior do que a concentração dos óbitos infantis. Os IC segundo a renda apresentaram maior variabilidade, mas também demonstraram menor concentração dos óbitos ao final do período. A medição das desigualdades em saúde é importante para o acompanhamento da situação de saúde da população.In Brazil, infant and child mortality reveal a downward trend. Few studies have investigated the temporal trends in the inequalities of these deaths, at individual level, according to socio-economic status. The scope of this article was to investigate the temporal trends of the magnitude of inequalities in infant and child mortality, between groups defined by maternal education and household income per capita in the 1993-2008 period in Brazil. Microdata from the National Household Sample Survey were used. The inequality measure was the concentration index (CI. It was calculated for infant and child deaths, according to maternal education and household income per capita. During

  14. Mortalidade perinatal em duas coortes de base populacional no Sul do Brasil: tendências e diferenciais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Menezes Ana M. B.

    1996-01-01

    Full Text Available A evolução da mortalidade perinatal foi estudada em Pelotas, Rio Grande do Sul, através de dois estudos de coorte realizados em 1982 e 1993. Todos os nascimentos hospitalares e os óbitos foram monitorizados com visitas diárias aos hospitais. A causa da morte foi determinada através de informações do prontuário, entrevista com o pediatra e de necrópsias. O coeficiente de mortalidade perinatal sofreu uma redução de 31% na década. O sub-registro que era de 42,1% em 1982, foi de apenas 6,8% em 1993. Dentre as causas de mortalidade perinatal, houve uma redução em 1993 de 58% para óbitos fetais antepartum, 47% para imaturidade e 62% para outras causas. Os coeficientes para asfixia sofreram um aumento de 4,5/1.000 para 8,3/1.000. As meninas apresentaram um coeficiente de mortalidade perinatal menor do que os meninos. Os coeficientes de mortalidade perinatal conforme peso ao nascer e renda familiar sofreram importantes reduções, sendo que a mais notável foi para crianças de baixo peso e de famílias de renda alta, com uma queda de 68%. Assim como em 1982, os recém-nascidos pré-termo tiveram coeficientes três vezes mais elevados do que crianças pequenas para a idade gestacional. Apesar da queda dos índices de mortalidade na década, as diferenças entre os grupos sociais mantiveram-se grandes.

  15. Relación entre condiciones habitacionales y mortalidad infantil en la provincia del Chaco (argentina. Determinación de diferentes escenarios posibles

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Blanca Elizabeth Ponce

    2012-01-01

    Full Text Available Las condiciones de la vivienda han sido reconocidas como una de las principales determinantes sociales de la salud humana. Las deficiencias en la vivienda y el saneamiento constituyen un determinante reiterado del exceso de mortalidad y una característica sistemáticamente vinculada a los niveles de pobreza, el rezago socioeconómico y la inequidad territorial en América Latina y el Caribe. El presente trabajo tiene como objetivo obtener una clasificación de las áreas programáticas de la provincia del Chaco en función de sus características habitacionales y niveles de mortalidad infantil; mediante el análisis de componentes principales y el análisis de cluster. La provincia del Chaco, se sitúa en el nordeste de la República Argentina e integra la región del Norte Grande Argentino. Geopolíticamente pertenece a un área periférica, con una débil y estacionaria economía, ubicándose entre las provincias más deficitarias.

  16. La mortalidad infantil en Santa Fe, Argentina (2007-2011. Un aporte al monitoreo de los derechos de los niños

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Cecilia Augsburger

    2015-07-01

    Full Text Available La mortalidad infantil en Santa Fe tuvo un comportamiento similar al de Argentina, acompañando el descenso que se presentó para el país, aunque siempre con valores inferiores al indicador nacional. Pese a ello, mereció particular preocupación la elevada proporción de defunciones cuyas causas se consideran reducibles con valores históricos superiores al 50%. El establecimiento de las metas internacionales conocidas como Objetivos de Desarrollo del Milenio, que bregó por la protección de los derechos de la niñez, contó con la ratificación nacional al tiempo que la provincia se comprometió con estos fijándolos como política socio-sanitaria estratégica. El estudio construyó el perfil de la mortalidad infantil de la provincia de Santa Fe durante el quinquenio 2007-2011. Se realizó un estudio epidemiológico descriptivo y transversal. La población incluyó las defunciones en menores de un año del período estudiado. Se analizó su distribución según la edad al morir, peso al nacer y lugar de ocurrencia, causas de muerte y criterios de reducibilidad. Ocurrieron 2.904 muertes de niños, obteniendo una tasa del 10,9‰, que mantuvo el comportamiento descendente previo. Las muertes neonatales duplicaron la mortalidad posneonatal y se concentraron en la primera semana de vida. Las causas más frecuentes estuvieron asociadas a los problemas perinatales. El mayor riesgo de morir fue para los niños de menos de 1.000 gramos o inmadurez extrema. El 60% de los eventos podría haberse evitado. La persistencia de muertes consideradas reducibles debería estimular para incentivar estrategias de intervenciones sociales y sanitarias más equitativas y de protección de la infancia.

  17. La mortalidad infantil en Santa Fe, Argentina (2007-2011. Un aporte al monitoreo de los derechos de los niños

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Cecilia Augsburger

    2015-01-01

    Full Text Available La mortalidad infantil en Santa Fe tuvo un comportamiento similar al de Argentina, acompañando el descenso que se presentó para el país, aunque siempre con valores inferiores al indicador nacional. Pese a ello, mereció particular preocupación la elevada proporción de defunciones cuyas causas se consideran reducibles con valores históricos superiores al 50%. El establecimiento de las metas internacionales conocidas como Objetivos de Desarrollo del Milenio, que bregó por la protección de los derechos de la niñez, contó con la ratificación nacional al tiempo que la provincia se comprometió con estos fijándolos como política socio-sanitaria estratégica. El estudio construyó el perfil de la mortalidad infantil de la provincia de Santa Fe durante el quinquenio 2007-2011. Se realizó un estudio epidemiológico descriptivo y transversal. La población incluyó las defunciones en menores de un año del período estudiado. Se analizó su distribución según la edad al morir, peso al nacer y lugar de ocurrencia, causas de muerte y criterios de reducibilidad. Ocurrieron 2.904 muertes de niños, obteniendo una tasa del 10,9‰, que mantuvo el comportamiento descendente previo. Las muertes neonatales duplicaron la mortalidad posneonatal y se concentraron en la primera semana de vida. Las causas más frecuentes estuvieron asociadas a los problemas perinatales. El mayor riesgo de morir fue para los niños de menos de 1.000 gramos o inmadurez extrema. El 60% de los eventos podría haberse evitado. La persistencia de muertes consideradas reducibles debería estimular para incentivar estrategias de intervenciones sociales y sanitarias más equitativas y de protección de la infancia.

  18. Aspectos da mortalidade infantil, conforme informações da investigação do óbito Aspectos de la mort alidad infantil, conforme informaciones de la investigación del óbito Aspects of infant mortality, according to an investigation of death

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isadora Porte Santana

    2011-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar algumas características da mortalidade infantil de residentes na área da 15º Regional de Saúde do Paraná, de 2005 a 2008. MÉTODOS: Estudo descritivo exploratório que abrangem 397 óbitos investigados pelo Comitê de Prevenção da Mortalidade Infantil, utilizando os dados das fichas de investigação. RESULTADOS: Para 82,3% das famílias, a renda mensal foi de até três salários mínimos; 65,1% das mães realizaram o pré-natal em rede pública; 83,4% dos partos foram financiados pelo Sistema Único de Saúde e 59,2% das mulheres iniciaram o pré-natal no primeiro trimestre. Das mães, 68,5% tiveram complicações durante a gestação, 18,2% tiveram trabalho de parto prematuro; 18,2% infecção urinária e 16,5% hipertensão arterial. CONCLUSÃO: A baixa renda, a utilização do serviço público para o pré-natal e parto evidenciam que as instituições públicas, as equipes de saúde e o enfermeiro devem aprimorar o atendimento à gestante, com atribuição do risco gestacional, para contribuir com a continuidade da redução da mortalidade infantil.OBJETIVO: Analizar algunas características de la mortalidad infantil de residentes en el área de la 15º Región de Salud de Paraná, del 2005 al 2008. MÉTODOS: Estudio descriptivo exploratorio que abarcan 397 óbitos investigados por el Comité de Prevención de la Mortalidad Infantil, utilizando los datos de las fichas de investigación. RESULTADOS: Para el 82,3% de las familias, el ingreso mensual fue de hasta tres salarios mínimos; el 65,1% de las madres realizaron el prenatal en una red pública; el 83,4% de los partos fueron financiados por el Sistema Único de Salud y el 59,2% de las mujeres iniciaron el prenatal en el primer trimestre. De las madres, el 68,5% tuvieron complicaciones durante la gestación, el 18,2% tuvieron trabajo de parto prematuro; el 18,2% infección urinaria y el 16,5% hipertensión arterial. CONCLUSIÓN: El bajo ingreso, la utilizaci

  19. A infância em Piaget e o infantil em Freud: temporalidades e moralidades em questão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Regina Maciel

    Full Text Available Resumo O presente artigo propõe uma abordagem comparativa entre as noções de infância em Jean Piaget e de infantil em Sigmund Freud, tomando como conceitos básicos a noção de tempo e de moral em ambos os autores. Sustenta-se ser possível afirmar, a partir de uma leitura da epistemologia genética, que a infância vai-se transformando à medida que agimos e conhecemos de acordo com estruturas cognitivas operatórias. No entanto, segundo a psicanálise, é possível nos remeter ao infantil, presente também na vida adulta. O infantil escapa à racionalidade que subjaz àquela noção de estrutura piagetiana. A permanência do infantil é fonte das experiências criativas e da instauração de um movimento permanente de subjetivação.

  20. Distribuição espacial da violência: mortalidade por causas externas em Salvador (Bahia, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paim Jairnilson Silva

    1999-01-01

    Full Text Available O presente estudo teve como objetivo descrever a distribuição da mortalidade por causas externas no espaço urbano de Salvador, Estado da Bahia, Brasil, em 1991. Foram calculados indicadores de mortalidade por causas externas e por tipos específicos de violência. A mortalidade proporcional por causas externas foi de 15% e a taxa de mortalidade correspondeu a 78,0 óbitos por 100 000 habitantes. As taxas de mortalidade por homicídios e por acidentes de transporte foram de 32,2 e 21,8 por 100 000 habitantes, respectivamente. Os idosos apresentaram um maior risco de morte por causas externas, seguidos dos adultos jovens e adolescentes. No caso dos idosos, 38% das mortes foram por acidentes de transporte e 28%, por quedas. Em relação aos jovens, predominam os homicídios, especialmente no sexo masculino e na faixa etária de 15 a 29 anos. Constatou-se uma distribuição desigual da mortalidade por causas externas no espaço urbano, penalizando, especialmente no caso dos homicídios, as populações residentes em bairros pobres, com taxas superiores ao coeficiente médio de Salvador. É necessário desenvolver medidas de prevenção e controle, incluindo políticas públicas e ações programáticas de saúde, orientadas para o espaço social sujeito a maior risco de morte por causas externas.

  1. Mortalidade por doenças cardiorrespiratórias em idosos no estado de Mato Grosso, 1986 a 2006

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cleber Nascimento do Carmo

    2010-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever a evolução temporal da mortalidade por doenças cardiorrespiratórias em idosos. MÉTODOS: Estudo epidemiológico descritivo com delineamento ecológico de séries temporais realizado no estado do Mato Grosso, de 1986 a 2006. Foram utilizados dados sobre doenças dos aparelhos respiratório e circulatório obtidos do Sistema de Informação sobre Mortalidade do Ministério da Saúde. Modelos de regressão linear simples foram ajustados para avaliar a tendência das taxas específicas de mortalidade por grupos específicos de idade (60 a 69, 70 a 79 e 80 ou mais anos e sexo. RESULTADOS: Houve aumento na proporção de óbitos por doenças respiratórias e diminuição por doenças cardiovasculares. Na comparação de taxas entre os sexos, as mulheres apresentaram taxas 15% menores para as causas cardiovasculares e taxas similares ao sexo masculino para as causas respiratórias. Foi observada taxa elevada de mortalidade por doenças respiratórias e cardiovasculares, com importante tendência de incremento entre os grupos mais longevos. Em idosos com idade > 80 anos o aumento anual médio na taxa de mortalidade por doenças respiratórias foi de 1,99 óbitos e de 3,43 por doenças do aparelho circulatório. CONCLUSÕES: O estado de Mato Grosso apresenta elevada taxa de mortalidade por doenças respiratórias e cardiovasculares em idosos, com importante tendência de incremento entre os grupos mais longevos.

  2. Asociación de los tipos de carencia y grado de desarrollo humano con la mortalidad infantil en México, 2008 Association between types of need, human development index, and infant mortality in Mexico, 2008

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Oswaldo Sinoe Medina-Gómez

    2011-08-01

    Full Text Available El objetivo del artículo fue conocer la asociación entre los diferentes tipos de carencia social y económica y los niveles de mortalidad infantil reportados durante el 2008 en México. Se realizó un estudio ecológico, analizando la correlación y el riesgo relativo entre el índice de desarrollo humano y distintos niveles de carencias sociales y económicas con las tasas de mortalidad infantil reportadas a nivel nacional y estatal. Existe una fuerte correlación entre un mayor nivel de desarrollo humano con una menor tasa de mortalidad. La carencia educativa y el atraso en la calidad y espacio de la vivienda se asocian con una mayor tasa de mortalidad infantil. Si bien la mortalidad infantil en México ha disminuido notablemente en los últimos 28 años, su reducción no ha sido homogénea y se mantienen inequidades que determinan las tasas de mortalidad en relación a los niveles diferenciados de pobreza. Es necesario el diseño de programas con una visión transdisciplinaria que permitan disminuir las tasas de mortalidad con el pleno desarrollo de los individuos y sus familiasThe aim of this study was to assess the association between different types of economic and social deprivation and infant mortality rates reported in 2008 in Mexico. We conducted an ecological study analyzing the correlation and relative risk between the human development index and levels of social and economic differences in State and national infant mortality rates. There was a strong correlation between higher human development and lower infant mortality. Low schooling and poor housing and crowding were associated with higher infant mortality. Although infant mortality has declined dramatically in Mexico over the last 28 years, the decrease has not been homogeneous, and there are persistent inequalities that determine mortality rates in relation to different poverty levels. Programs with a multidisciplinary approach are needed to decrease infant mortality rates

  3. Hipertrofia ventricular e mortalidade cardiovascular em pacientes de hemodiálise de baixo nível educacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosana dos Santos e Silva Martin

    2012-01-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A hipertrofia ventricular esquerda é potente preditor de mortalidade em renais crônicos. Estudo prévio de nosso grupo mostrou que renais crônicos com menor escolaridade têm hipertrofia ventricular mais intensa. OBJETIVO: Ampliar estudo prévio e verificar se a hipertrofia ventricular esquerda pode justificar a associação entre escolaridade e mortalidade cardiovascular de pacientes em hemodiálise. MÉTODOS: Foram avaliados 113 pacientes entre janeiro de 2005 e março de 2008 e seguidos até outubro de 2010. Foram traçadas curvas de sobrevida comparando a mortalidade cardiovascular, e por todas as causas dos pacientes com escolaridade de até três anos (mediana da escolaridade e pacientes com escolaridade igual ou superior a quatro anos. Foram construídos modelos múltiplos de Cox ajustados para as variáveis de confusão. RESULTADOS: Observou-se associação entre nível de escolaridade e hipertrofia ventricular. A diferença estatística de mortalidade de origem cardiovascular e por todas as causas entre os diferentes níveis de escolaridade ocorreu aos cinco anos e meio de seguimento. No modelo de Cox, a hipertrofia ventricular e a proteína-C reativa associaram-se à mortalidade por todas as causas e de origem cardiovascular. A etiologia da insuficiência renal associou-se à mortalidade por todas as causas e a creatinina associou-se à mortalidade de origem cardiovascular. A associação entre escolaridade e mortalidade perdeu significância estatística no modelo ajustado. CONCLUSÃO: Os resultados do presente trabalho confirmam estudo prévio e demonstram, ademais, que a maior mortalidade cardiovascular observada nos pacientes com menor escolaridade pôde ser explicada por fatores de risco de ordem bioquímica e de morfologia cardíaca.

  4. Mortalidade infantil no Rio de Janeiro, Brasil: áreas de risco e trajetória dos pacientes até os serviços de saúde Infant mortality in Rio de Janeiro, Brazil: areas with higher risk, and where patients travel for health services

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tatiana P. Campos

    2000-09-01

    Full Text Available A taxa de mortalidade infantil é considerada síntese da qualidade de vida e do nível de desenvolvimento de uma população. Entretanto, essa taxa é muito sensível a ações simples, como terapia de reidratação oral, vacinação e reversão do desmame precoce, cuja cobertura tem sido ampliada. Assim, a taxa de mortalidade infantil pode não estar mais refletindo o modelo de desenvolvimento. Buscando um aprofundamento da discussão sobre a mortalidade infantil, o presente estudo analisou os 153 bairros do Município do Rio de Janeiro (RJ, Brasil. Nosso objetivo foi localizar áreas de risco e grupos prioritários de intervenção que visam diminuir a mortalidade infantil no município, abordando separadamente a mortalidade neonatal e pós-neonatal segundo os bairros. Além disso, foram identificados os fluxos entre o local de residência da criança e o local de óbito, relacionando-os à classificação socioeconômica dos bairros. A baixa freqüência de nascimentos em alguns bairros impediu a caracterização de áreas com risco de mortalidade estatisticamente significativo em relação à media do município. Cerca de um terço das mortes foram consideradas redutíveis mediante práticas adequadas de diagnóstico e tratamento. Somente 15% das causas de morte foram consideradas inevitáveis. Os componentes da mortalidade infantil apresentaram distribuição espacial dispersa, sem uma relação direta com o perfil socioeconômico; a mudança no perfil da mortalidade infantil e a possibilidade de intervenção parece deslocar-se cada vez mais para a esfera dos serviços de saúde, especialmente os médico-assistenciais. O fluxo das crianças entre o local de residência e o local de óbito mostra o deslocamento originado nas áreas mais pobres em direção às mais ricas, que concentram a maior parte das unidades de saúde. Essa tendência reafirma o papel fundamental do acesso à assistência médica de qualidade na determinação da

  5. Incremento na mortalidade associada à presença de diabetes mellitus em nipo-brasileiros

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gimeno Suely Godoy A.

    1998-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Como parte de um estudo envolvendo migrantes japoneses (issei e seus descendentes (nisei, residentes na cidade de Bauru no Estado de São Paulo, descrevem-se e comparam-se os coeficientes de mortalidade (CM observados para o período de 1993 a 1996 em indivíduos com graus diferentes de tolerância à glicose. MATERIAL E MÉTODO: Nesse estudo, em 1993, a coorte era composta por 530 nipo-brasileiros (236 issei e 294 nisei, de ambos os sexos, com idade entre 40 e 79 anos, sendo que 91 indivíduos (17% foram classificados como diabéticos não dependentes de insulina (DMNDI, 90 (17% como portadores de tolerância à glicose diminuída (TGD e 349 (66% como normais quanto à tolerância à glicose. Em 1996 foram identificados os óbtos ocorridos e obtidas informações dos familiares e dos certificados de óbito para o registro da data e da causa da morte. Calcularam-se, para os três grupos de indivíduos, os CM brutos e ajustados, por todas as causas e por causas específicas (doenças circulatória e renal. O modelo de Cox foi utilizado para a comparação dos CM ajustados segundo idade, sexo, geração, creatinina sérica, presença de hipertensão arterial, de dislipidemia e de obesidade. RESULTADOS E CONCLUSÕES: As razões entre os CM brutos de indivíduos diabéticos e normais foram 2,95 (IC 95%: 1,10 -7,62 para os óbitos ocorridos por todas as causas e 4,75 (IC 95%: 1,31 - 16,48 para os óbitos por causas específicas. Não foram observadas diferenças estatisticamente significantes entre os CM brutos de indivíduos com TGD quando comparados aos indivíduos normais. Após o ajuste simultâneo pelas variáveis de controle, observou-se que, entre os indivíduos diabéticos, a força de mortalidade por causas específicas foi aproximadamente 4 vezes aquela observada entre os indivíduos normais (Razão dos CM: 3,86 e IC 95%: 1,11 -13,38. Os resultados em nipo-brasileiros são consistentes com outros obtidos em populações diab

  6. O escore de risco de sangramento como preditor de mortalidade em pacientes com síndromes coronarianas agudas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Carlos Nicolau

    2013-12-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A ocorrência de sangramento aumenta a mortalidade intra-hospitalar em pacientes com síndromes coronarianas agudas (SCAs, e há uma boa correlação entre os escores de risco de sangramento e a incidência de eventos hemorrágicos. No entanto, o papel dos escores de risco de sangramento como fatores preditivos de mortalidade é pouco estudado. OBJETIVO: Analisar o papel do escore de risco de sangramento como fator preditivo de mortalidade intra-hospitalar numa coorte de pacientes com SCA tratados num centro terciário de cardiologia. MÉTODOS: Dos 1.655 pacientes com SCA (547 com SCA com supra de ST e 1.118 com SCA sem supra de ST, calculou-se o escore de risco de sangramento ACUITY/HORIZONS prospectivamente em 249 pacientes e retrospectivamente nos demais 1.416. Informações sobre mortalidade e complicações hemorrágicas também foram obtidas. RESULTADOS: A idade média da população estudada foi 64,3 ± 12,6 anos e o escore de risco de sangramento médio foi 18 ± 7,7. A correlação entre sangramento e mortalidade foi altamente significativa (p < 0,001; OR = 5,29, assim como a correlação entre escore de sangramento e hemorragia intra-hospitalar (p < 0,001; OR = 1,058, e entre escore de sangramento e mortalidade intra-hospitalar (OR ajustado = 1,121, p < 0,001, área sob a curva ROC 0,753; p < 0,001. O OR ajustado e a área sob a curva ROC para a população com SCA com supra de ST foram 1,046 (p = 0,046 e 0,686 ± 0,040 (p < 0,001, respectivamente, e para SCA sem supra de ST foram 1,150 (p < 0,001 e 0,769 ± 0,036 (p < 0,001, respectivamente. CONCLUSÃO: O escore de risco de sangramento é um fator preditivo muito útil e altamente confiável para mortalidade intra-hospitalar em uma grande variedade de pacientes com SCAs, especialmente aqueles com angina instável ou infarto agudo do miocárdio sem supra de ST.

  7. Comparacao dos criterios RIFLE, AKIN e KDIGO quanto a capacidade de predicao de mortalidade em pacientes graves

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Talita Machado Levi

    2013-12-01

    Full Text Available Objetivo: A lesão renal aguda é uma complicação comum em pacientes gravemente enfermos, sendo os critérios RIFLE, AKIN e KDIGO utilizados para sua classificação. Esse trabalho teve como objetivo a comparação dos critérios citados quanto à capacidade de predição de mortalidade em pacientes gravemente enfermos. Métodos: Estudo de coorte prospectiva, utilizando como fonte de dados prontuários médicos. Foram incluídos todos os pacientes admitidos na unidade de terapia intensiva. Os critérios de exclusão foram tempo de internamento menor que 24 horas e doença renal crônica dialítica. Os pacientes foram acompanhados até a alta ou óbito Para análise dos dados, foram utilizados os testes t de Student, qui-quadrado, regressão logística multivariada e curva ROC. Resultados: A média de idade foi de 64 anos, com mulheres e afrodescendentes representando maioria. Segundo o RIFLE, a taxa de mortalidade foi de 17,74%, 22,58%, 24,19% e 35,48% para pacientes sem lesão renal aguda e em estágios Risk, Injury e Failure, respectivamente. Quanto ao AKIN, a taxa de mortalidade foi de 17,74%, 29,03%, 12,90% e 40,32% para pacientes sem lesão renal aguda, estágio I, estágio II e estágio III, respectivamente. Considerando o KDIGO 2012, a taxa de mortalidade foi de 17,74%, 29,03%, 11,29% e 41,94% para pacientes sem lesão renal aguda, estágio I, estágio II e estágio III, respectivamente. As três classificações apresentaram resultados de curvas ROC para mortalidade semelhantes. Conclusão: Os critérios RIFLE, AKIN e KDIGO apresentaram-se como boas ferramentas para predição de mortalidade em pacientes graves, não havendo diferença relevante entre os mesmos.

  8. Morbidade e mortalidade associadas ao fechamento de colostomias e ileostomias em alça acessadas pelo estoma intestinal

    OpenAIRE

    Oliveira,Ricardo Augusto Nahuz de; Oliveira,Paulo Gonçalves de; Santos,Antônio Carlos Nobrega dos; Sousa,João Batista de

    2012-01-01

    OBJETIVO: Avaliar a morbimortalidade de operações realizadas para fechamento de colostomias e ileostomias em alça. MÉTODOS: Foram analisados os dados epidemiológicos, complicações pós-operatórias, morbidade e mortalidade de pacientes que se submeteram à operações para fechamento de colostomias e ileostomias em alça. Foram excluídos os pacientes cujos dados não puderam ser obtidos nos prontuários e os que operações para fechamento requereram laparotomia mediana. RESULTADOS: Foram operados 88 p...

  9. Contribución de la anemia y de la exposición al virus de la inmunodeficiencia humana a la morbi-mortalidad infantil en África

    OpenAIRE

    Moraleda Redecilla, Cinta

    2015-01-01

    INTRODUCCIÓN Cada año mueren en el mundo más de 6 millones de niños menores de 5 años. Cerca del 50% en África subsahariana. Mejorar el conocimiento de patologías como la anemia y la exposición perinatal al VIH, que tienen un peso relevante pero poco reconocido en la mortalidad infantil, podría ayudar a reducir estas muertes. MATERIAL Y MÉTODOS Para determinar la etiología de anemia en Mozambique, profundizar en la etiopatogenia de la anemia asociada a malaria y determinar ...

  10. La mortalidad feto-infantil y de menores de 5 años en Cuba: período 2000-2010. The fetal- infant mortality and under 5 years in Cuba: 2000-2010

    OpenAIRE

    Lorenzo I. Herrera León

    2015-01-01

    La etapa fetal es vital para el desarrollo y bienestar del futuro ser humano, de ahí que el presente trabajo se haya propuesto como objetivo analizar la evolución de la mortalidad feto-infantil y de menores de 5 años durante el decenio 2000-2010, en Cuba. Para el logro de este se realizaron estimaciones de los eventos vitales que acompañan al proceso del embarazo (abortos e interrupciones, embarazos, mortinatos y nacimiento). A raíz de dichas estimaciones y aplicando técnicas estadísticas de ...

  11. Infecção pelo HIV: descritores de mortalidade em pacientes hospitalizados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Claudio Santos Thuler

    1998-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estudar os descritores clínico-epidemiológicos da mortalidade em pacientes internados por condições clínicas associadas à infecção pelo HIV. MÉTODO: Estudo retrospectivo de todos os pacientes adultos hospitalizados em 1990, 1992 e 1994 em hospital universitário. Os resultados foram descritos como números absolutos, percentagens e médias, sendo a significância estatística entre as diferenças avaliada pelos testes do qui-quadrado, exato de Fisher ou t de Student, conforme o caso. Um modelo de regressão logística foi elaborado visando a identificar os principais fatores associados ao risco de evolução para o óbito. RESULTADOS: Foram incluídos no estudo 240 pacientes. Entre 1990 e 1994 a idade média dos pacientes aumentou de 35,0 para 36,9 anos, a razão entre os sexos masculino e feminino caiu de 9,8 para 2,0, a proporção de não brancos cresceu de 18,5 para 41,3 e registrou-se um aumento do tempo médio entre a descoberta da infecção pelo HIV e a hospitalização de 0,7 para 2,5 anos. Observou-se a redução do número médio de dias de hospitalização de 31,3 para 25,3 e aumento da proporção de pacientes em acompanhamento ambulatorial de 47,8 para 83,3%. As infecções respiratórias representaram a principal causa de hospitalização (58% e as infecções oportunistas apresentadas com maior freqüência foram: candidíase oral (27,1%, tuberculose (18,3%, pneumonia por Pneumocystis carinii (15,4% e neurotoxoplasmose (10,4%. Na análise multivariada, apenas o tempo de hospitalização menor ou igual a 7 dias (Odds Ratio [OR]=3,88; p=0,02 e a ausência de acompanhamento ambulatorial (OR=3,29; p=0,01 mostraram-se associados a um maior risco de evolução para óbito. CONCLUSÃO: O conhecimento dos fatores associados a um risco aumentado de morte pode ser útil na tomada de decisão frente a pacientes hospitalizados com infecção pelo HIV.

  12. Câncer de colo do útero: mortalidade em santa catarina - Brasil, 2000 a 2009

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Angélica Arzuaga-Salazar

    2011-01-01

    Full Text Available El cáncer de cuello uterino en Brasil es la tercera neoplasia más común en mujeres y presenta alta mortalidad. El objetivo del estudio fue evaluar la mortalidad por causa del cáncer de cuello uterino en el Estado de Santa Catarina, en el periodo de 2000 a 2009. Es un estudio descriptivo, con la inclusión de todas las muertes de mujeres por causa del cáncer de cuello uterino. En los datos recogidos en el Sistema de Información sobre Mortalidad del Ministerio de Salud de Brasil, identificó 1253 muertes de mujeres relacionadas con esta neoplasia. La tasa de mortalidad calculada en el período varió 3,6 a 4,9 muertes por 100.000 mujeres, siendo mayor en las mujeres con más de sesenta años. La enfermería contribuye a construir una cultura de prevención de esta neoplasia, para realización de las pruebas de diagnóstico y para la captura y seguimiento de las mujeres en riesgo por la red atención primaria de salud.

  13. Tráfego veicular e mortalidade por doenças do aparelho circulatório em homens adultos

    OpenAIRE

    Habermann, Mateus; Gouveia, Nelson

    2011-01-01

    OBJETIVO: Analisar a associação entre indicadores de exposição à poluição por tráfego veicular e mortalidade por doenças do aparelho circulatório em homens adultos. MÉTODOS: Foram analisadas informações sobre vias e volume de tráfego no ano de 2007 fornecidas pela companhia de engenharia de tráfego local. Mortalidade por doenças do aparelho circulatório no ano de 2005 entre homens > 40 anos foram obtidas do registro de mortalidade do Programa de Aprimoramento de Informações de Mortalidade do ...

  14. Preditores cardiovasculares da mortalidade em idosos longevos Cardiovascular mortality predictors in the oldest old

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Pedro Marafon

    2003-06-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho é investigar a associação entre fatores de risco e morbidade cardiovascular com mortalidade em idosos longevos. Noventa e um por cento da população com idade ³ 80 anos (n = 193 de Veranópolis, Rio Grande do Sul, no ano de 1996, foram avaliados para a detecção de fatores de risco e morbidade cardiovascular. Acompanhou-se esta população durante 3 anos e registraram-se os casos de óbitos. Os dados foram analisados por análise univariada e multivariada por regressão logística. Ocorreram 41 (21% óbitos (20 homens e 21 mulheres. As mortes foram distribuídas ao longo do período estudado como se segue: 3 (7,3% no primeiro ano, 8 (19,5% no segundo ano e 30 (73,2% no terceiro ano. Observou-se associação significativa de óbito com as seguintes características: pressão arterial diastólica (PAD, colesterol total (CT, LDL-C, ApoA-I, acidente vascular encefálico prévio (AVC, bloqueio do ramo direito (BRD e hipertrofia ventricular esquerda (HVE ao ECG. Os sobreviventes apresentaram níveis mais elevados de PAD, CT, LDL-C e ApoA-I. AVC, BRD e HVE. A análise multivariada mostrou que as variáveis eram fatores de risco independentes. Os fatores de risco cardiovascular parecem atuar de forma diferenciada em longevos.This article investigates the association between cardiovascular risk factors and cardiovascular morbidity and mortality in the oldest old. In 1996, 91% of the population ³ 80 years of age from Veranópolis, Rio Grande do Sul State, Brazil, were evaluated to detect cardiovascular risk factors and morbidity. The sample was followed up for three years, with the assessment of deaths. The analysis was done using univariate statistics and multivariate logistic regression analysis. There were 41 deaths (21%: 20 men and 21 women. Deaths were distributed by year as follow: 03 (7.3% in the first year, 08 (19.5% in the second, and 30 (73.2% in the third. There was a significant and independent association

  15. Mortalidade e o tempo de internação em uma unidade de terapia intensiva cirúrgica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Abelha Fernando José

    2006-01-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Em cuidados intensivos os resultados podem ser relacionados aos índices de mortalidade ou morbidade. Quando avaliada de forma isolada, a mortalidade é uma medida insuficiente do resultado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI; o tempo de internação pode ser uma medida indireta do resultado relacionado com a morbidade. O objetivo do presente estudo foi avaliar a incidência e os fatores preditivos para mortalidade e tempo de internação dos pacientes admitidos numa UTI cirúrgica. MÉTODO: Participaram deste estudo prospectivo, realizado, entre abril e julho de 2004, todos os 185 pacientes submetidos a procedimentos programados ou de emergência, admitidos numa UTI cirúrgica. Foram registrados os seguintes parâmetros: idade, sexo, altura e peso, temperatura central estado físico segundo a ASA, tipo de intervenção cirúrgica, porte cirúrgico, técnica anestésica, quantidade e qualidade de fluídos administrados durante a anestesia, monitorização da temperatura ou de técnica de aquecimento corporal peri-operatório, duração da anestesia, tempo de permanência na UTI e no hospital e escore SAPS II. RESULTADOS: O tempo médio de internação na UTI foi de 4,09 ± 10,23 dias. Fatores de risco significativos para permanências mais prolongadas na UTI foram o valor do escore SAPS II, estado físico ASA, quantidade administrada, durante a intervenção cirúrgica, de colóides, unidades de plasma fresco e unidades de concentrados de hemáceas. Quatorze pacientes (7,60% morreram durante a internação na UTI e 29 (15,70% morreram durante a internação hospitalar. Fatores de risco independentes de mortalidade com diferença estatística significativa foram intervenções cirúrgicas de emergência, de grande porte, escores altos SAPS II, permanência prolongada na UTI e no hospital. Fatores protetores com diferença estatística significativa para risco de morte hospitalar foram baixo peso corporal e baixo

  16. Impacto das malformações congênitas na mortalidade perinatal e neonatal em uma maternidade-escola do Recife Impact of congenital malformations on perinatal and neonatal mortality in an university maternity hospital in Recife

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Melania Maria Ramos de Amorim

    2006-05-01

    Full Text Available OBJETIVOS: determinar a incidência de malformações congênitas em recém-nascidos assistidos em uma maternidade-escola de Recife e avaliar o impacto destas malformações na mortalidade perinatal e neonatal. MÉTODOS: realizou-se um estudo longitudinal durante os meses de setembro de 2004 a maio de 2005, analisando-se todos os partos assistidos no Instituto Materno Infantil Prof. Fernando Figueira, IMIP. Determinou-se a freqüência e o tipo de malformações congênitas e foram calculados os coeficientes de mortalidade fetal, mortalidade perinatal, mortalidade neonatal precoce e tardia. RESULTADOS: a freqüência de malformações foi de 2,8% (em 4043 nascimentos. O percentual de malformações entre os nativivos foi de 2,7%, e entre os natimortos foi de 6,7%. Dentre as malformações, as mais freqüentes foram as do sistema nervoso central (principalmente hidrocefalia e meningomielocele, as do sistema osteomuscular e as cardiopatias. Não houve associação entre malformações e sexo, porém a freqüência de prematuridade e baixo peso foi maior entre os casos de malformações. Constatou-se, entre os malformados, mortalidade neonatal precoce de 32,7% e tardia de 10,6%. Os casos de malformações representaram 6,7% dos natimortos, 24,2% das mortes neonatais precoces e 25,8% do total de mortes neonatais. CONCLUSÕES: a freqüência de malformações correspondeu a 2,8% dos nascimentos. As malformações representaram a segunda causa mais freqüente de mortes neonatais, depois da prematuridade.OBJECTIVES: to determine the incidence of congenital malformations in newborns in a university maternity hospital in Recife and assess the impact of malformation in perinatal and neonatal mortality. METHODS: a longitudinal study was performed from September 2004 to May 2005 with all deliveries at the Instituto Materno Infantil Prof. Fernando Figueira, IMIP analyzed. The type and incidence of congenital malformations were determined, and fetal mortality

  17. Mortalidade por acidentes de trânsito e homicídios em Curitiba, Paraná, 1996-2011

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mayckel da Silva Barreto

    Full Text Available Resumo OBJETIVO: descrever a tendência da mortalidade por homicídios e acidentes de trânsito de residentes em Curitiba, Paraná, Brasil, no período 1996-2011. MÉTODOS: estudo ecológico de séries temporais com dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade; a análise de tendência foi realizada por modelos de regressão polinomial, segundo sexo. RESULTADOS: o coeficiente de mortalidade por acidentes de trânsito no sexo masculino declinou de 61,7 em 1996 para 28,4 em 2011 (-46%, e no feminino, de 16,5 para 7,3 óbitos por 100 mil habitantes (-44,2%; o coeficiente de mortalidade por homicídios entre os homens elevou-se de 32,5 para 69,3 (+113,2% e, entre as mulheres, de 4,4 para 5,3 óbitos por 100 mil habitantes (+20,4%. CONCLUSÃO: a mortalidade por homicídios aumentou; estratégias de prevenção das violências devem ser direcionadas às especificidades das causas externas e à maior exposição dos homens a esses agravos.

  18. Análise da mortalidade e das internações por doenças cardiovasculares em Niterói, entre 1998 e 2007

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Luiza Garcia Rosa

    2011-06-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A redução da mortalidade por doenças cardiovasculares é observada no Brasil há anos, atribuída à queda nos fatores de risco, melhora na terapêutica e diminuição da mortalidade hospitalar. OBJETIVO: Comparar a mortalidade populacional, o coeficiente de internação e a mortalidade hospitalar em unidades do Sistema Único de Saúde, para doença isquêmica do coração (DIC, doenças cerebrovasculares (DCBV e insuficiência cardíaca (IC, no município de Niterói, entre 1998 e 2007. MÉTODOS: Foram utilizados o número de óbitos e o de internações e mortalidade hospitalar de residentes em Niterói para o capítulo IX do CID10 e causas específicas disponíveis no Datasus, na população de 30 anos e mais. A diferença entre a magnitude dos indicadores foi calculada para homens e mulheres considerando a média do primeiro triênio menos a média do segundo triênio. RESULTADOS: Houve queda dos coeficientes de mortalidade populacional em homens e mulheres, para todas as faixas etárias, nos três grupos de causas e para o capítulo IX. A tendência à queda dos coeficientes diminuiu com a idade. Para DIC houve queda na mortalidade hospitalar. Para DCBV e IC, aumento. Os coeficientes de internação hospitalar por DIC diminuíram, com exceção de algumas faixas. CONCLUSÃO: O presente estudo permitiu esclarecer alguns aspectos da morbimortalidade cardiovascular em Niterói. A redução da mortalidade populacional e hospitalar por DIC indica haver melhor qualidade na abordagem dessa condição. O aumento da mortalidade hospitalar por DCBV e IC aponta para a necessidade de se dar maior atenção à qualidade do cuidado hospitalar para esses grupos de doenças.

  19. Mortalidade infantil e contexto socioeconômico no Ceará, Brasil, no período de 1991 a 2001 Infant mortality and the socio-economic scenario in the State of Ceará, Brazil in 1991 and 2001

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Gomes Bezerra-Filho

    2007-04-01

    Full Text Available A Taxa de Mortalidade Infantil (TMI foi eleita como um dos mais importantes indicadores de saúde pela Organização Mundial da Saúde, na Conferência de Alma-Ata, onde também foi reconhecida a atenção primária como a chave para alcançar um nível mínimo satisfatório de saúde. O Fundo das Nações Unidas para a Infância e a Organização Pan-americana de Saúde determinaram estratégias de ação de baixo custo para países pobres, visando à redução da TMI, tais como acompanhamento do crescimento, reidratação oral, aleitamento materno e imunização. O pressuposto de que reduções substanciais nessa taxa estariam condicionadas a melhorias na qualidade de vida vem sendo questionado, devido a intervenções específicas do setor saúde. Neste contexto, o Ceará e grande parte da região Nordeste vêm enfrentando historicamente as adversidades em áreas sociais, econômicas, demográficas e de atenção à saúde, sugerindo a existência de relação de causalidade entre esses seguimentos e, de forma específica, com a mortalidade infantil. Os determinantes macroepidemiológicos da sobrevivência infantil estão fora da capacidade do setor saúde de provocar algum tipo de intervenção, por isso somente mudanças significativas dos padrões econômicos ou a intensificação de políticas sociais, com continuidade para as questões da educação, do saneamento e da geração de emprego e renda, poderiam provocar transformações de impacto na condição de saúde das populações e, por conseqüência, na mortalidade infantil. Tal conjectura justifica a execução de investigações mais apuradas do ponto de vista metodológico de maneira a elucidar essa hipótese.The Infant Mortality Rate (IMR has been determined as one of the most important health indicators by the Alma-Ata Conference of the World Health Organization that also recognized primary health care as the key for health promotion. The United Nations International Childhood

  20. Distrofia neuroaxonal infantil: diagnóstico em vida por biopsia conjuntival

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    S. Rosemberg

    1985-03-01

    Full Text Available São relatados três casos de distrofia neuroaxonal infantil cujo diagnóstico foi feito mediante o estudo ultrastrutural de biópsia da conjuntiva. Nesta, algumas fibras nervosas amielínicas e, mais raramente, as mielínicas, mostravam, no axoplasma, agregados densos membrano-tubulares, idênticos aos dos esferóides ocorrentes no SNC nesta doença. O achado destas estruturas é o único meio diagnóstico em vida. A biópsia da conjuntiva, pela facilidade de sua execução e por sua inocuidade, é o procedimento preferido para este estudo. Clinicamente, a enorme hipotonia aliada a sinais piramidais, a ausência de crises convulsivas, a atrofia cerebelar visível à tomografia e o modo evolutivo, sugerem fortemente o diagnóstico de distrofia neuroaxonal infantil.

  1. Preditores de mortalidade hospitalar em pacientes com embolia pulmonar estáveis hemodinamicamente Predictores de mortalidad hospitalaria en pacientes con embolia pulmonar estables hemodinámicamente Predictors of hospital mortality in hemodynamically stable patients with pulmonary embolism

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André Volschan

    2009-08-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A embolia pulmonar apresenta alta mortalidade em pacientes com hipotensão arterial ou choque circulatório. Entretanto, em pacientes hemodinamicamente estáveis, a associação de algumas variáveis clínicas com a mortalidade ainda não está claramente estabelecida. OBJETIVOS: Derivar um modelo de estratificação do risco de mortalidade intra-hospitalar em pacientes com embolia pulmonar hemodinamicamente estáveis. MÉTODOS: Estudo de coorte multicêntrico prospectivo de 582 pacientes consecutivos que foram admitidos em unidades de emergência ou de terapia intensiva, com suspeita clínica de embolia pulmonar, e que tiveram o diagnóstico confirmado por meio de um ou mais dos seguintes exames: arteriografia pulmonar, angiotomografia computadorizada helicoidal, angioressonância magnética, ecodopplercardiograma, cintilografia pulmonar ou duplex-scan venoso. Os dados sobre características demográficas, comorbidades e manifestações clínicas foram coletados e incluídos em uma análise de regressão logística para compor o modelo de predição. RESULTADOS: A mortalidade global foi de 14,1%. Foram identificadas como variáveis independentes de risco de óbito: idade > 65 anos; repouso no leito > 72h; cor pulmonale crônico; taquicardia sinusal e taquipnéia. Após a estratificação por faixas de risco, observaram-se mortalidades de 5,4%, 17,8% e 31,3%, respectivamente nos subgrupos de baixo, moderado e alto riscos. O modelo mostrou sensibilidade de 65,5% e especificidade de 80%, com uma área sob a curva de 0,77. CONCLUSÃO: Em pacientes hemodinamicamente estáveis com embolia pulmonar, a idade > 65 anos, o repouso no leito > 72h, o cor pulmonale crônico, a taquicardia sinusal e a taquipnéia foram preditores independentes da mortalidade intra-hospitalar. Entretanto o modelo de predição necessita ser validado em outras populações para sua incorporação à prática clínica.FUNDAMENTO: La embolia pulmonar presenta alta

  2. Estimativas da prevalencia de desnutricao infantil nos municipios brasileiros em 2006

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Helena D'Aquino Benicio

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar a prevalência da desnutrição infantil para os municípios brasileiros. MÉTODOS: Utilizou-se modelo de regressão logística multinível para estimar a probabilidade individual de desnutrição em 5.507 municípios brasileiros em 2006, em função de fatores preditivos agrupados segundo níveis hierárquicos. A variável resposta foi a desnutrição infantil (crianças de seis a 59 meses com estatura para idade e sexo inferior a -2 escores Z, segundo o padrão da Organização Mundial da Saúde. As variáveis preditivas foram determinantes da desnutrição aferidos de forma semelhante pela Pesquisa Nacional sobre Demografia e Saúde-2006 e pela Amostra do Censo de 2000. No nível 1 (individual: sexo e idade; no nível 2 (domiciliar: variáveis socioeconômicas, água com canalização interna, área urbana ou rural; e no nível 3 (municipal: localização do município e cobertura da Estratégia Saúde da Família em 2006. RESULTADOS: Detectou-se elevação estatisticamente significativa da chance de desnutrição nas crianças do sexo masculino, que moravam em domicílios com duas ou mais pessoas por cômodo, pertencentes aos quintos inferiores do escore socioeconômico, com três ou mais crianças 70% mostrou redução de 45% na chance de desnutrição infantil. Estimativas da prevalência de desnutrição infantil mostraram que a maioria dos municípios estudados apresentou risco de desnutrição sob controle, muito baixo ou baixo. Riscos de maior magnitude foram encontrados em 158 dos municípios, na Região Norte. CONCLUSÕES: A desnutrição infantil como problema de saúde pública concentra-se nos municípios da Região Norte do País, onde a cobertura da Estratégia Saúde da Família é mais baixa. Detectou-se efeito de proteção da Estratégia Saúde da Família em relação à desnutrição infantil no País como um todo, independentemente de outros determinantes do problema.

  3. Tendência da mortalidade perinatal em Belo Horizonte, 1984 a 2005 Tendencia de la mortalidad perinatal en Belo Horizonte, 1984 a 2005 Tendency of perinatal mortality in Belo Horizonte, 1984 to 2005

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eunice Francisca Martins

    2010-06-01

    Full Text Available O estudo objetivou analisar a tendência da mortalidade perinatal no município de Belo Horizonte no período de 1984 a 2005. A fonte dos dados foi o Sistema de Informação de Mortalidade (SIM. Realizou-se regressão linear simples para estimar a tendência de redução do percentual de informações ignoradas no SIM e das taxas de mortalidade. A melhora da qualidade da informação foi estatisticamente significativa apenas para a escolaridade materna e peso ao nascer. A redução média da mortalidade perinatal no período foi de 57,52%. O decréscimo da mortalidade perinatal nas duas últimas décadas em Belo Horizonte foi significativo, mas esforços devem ser direcionados no sentido de melhorar a completude do SIM para variáveis importantes na elaboração dos indicadores perinatais.El estudio apuntó a analizar la tendencia de la mortalidad perinatal en el distrito municipal de Belo Horizonte en el periodo de 1984 a 2005. La fuente de los datos era el Sistema de Información de Mortalidad. Tuvieron lugar la regresión lineal simple para estimar la tendencia de reducción del percentil de información desconocida en el sistema y de los impuestos de mortalidad. La mejora de la calidad de la información fue los significantes sólo para la educación maternal y peso al nacer. La reducción elemento de la mortalidad perinatal en el periodo era de 57,52%. La disminución de la mortalidad perinatal en las últimas dos décadas en Belo Horizonte era significante, pero deben dirigirse los esfuerzos en el sentido de mejorar el completude del sistema para las variables importantes en la elaboración del perinatais de los indicadores.The study aimed at to analyze the tendency of the mortality perinatal in the municipal district of Belo Horizonte in the period from 1984 to 2005. The source of the data was the System of Information of Mortality. Took place simple lineal regression to esteem the tendency of reduction of the percentile of unknown

  4. Escuta afetiva: possibilidades de uso em contextos de acolhimento infantil

    OpenAIRE

    Trivellato,Aline Jacob; Carvalho,Cíntia; Vectore,Celia

    2013-01-01

    O presente estudo teve como objetivo conhecer o processo de acolhimento a partir do relato das crianças acolhidas e de educadoras de uma instituição localizada numa cidade do Interior do Estado do Mato Grosso do Sul. Participaram cinco crianças e cinco educadoras. Para a coleta de dados foram organizadas 27 oficinas com as crianças, que foram divididas em dois grupos, e entrevistas semiestruturadas com as educadoras. Os resultados mostram a importância da escuta atenta às crianças, pois possi...

  5. Evolução temporal da mortalidade por suicídio em pessoas com 60 anos ou mais nos estados brasileiros, 1980 a 2009

    OpenAIRE

    Pinto,Liana Wernersbach; Pires,Thiago de Oliveira; Silva,Cosme Marcelo Furtado Passos da; Assis,Simone Gonçalves de

    2012-01-01

    Este artigo objetiva verificar a evolução temporal da mortalidade por suicídio em pessoas com 60 anos ou mais segundo a unidade da federação no período de 1980 a 2009. Na construção das séries históricas empregaram-se dados da mortalidade por suicídio (CID-9 códigos E950 a E959 e CID-10 códigos X60 a X84 e Y87.0) obtidos do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM/MS). Dados referentes à contagem populacional foram obtidos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Na avaliação d...

  6. Evolução da população e da mortalidade em Niterói, Rio de Janeiro, Brasil, 1979 a 1997

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tomassini Hugo Coelho Barbosa

    2003-01-01

    Full Text Available A análise da série histórica de 1979-1997 permite perceber a evolução demográfica e da mortalidade no Município de Niterói, Rio de Janeiro, Brasil, ao longo dessas décadas. A população apresentou um declínio na velocidade de crescimento, com alteração significativa de sua estrutura etária. Observa-se, na série temporal, o declínio da mortalidade por doenças do aparelho circulatório, a tendência geral de declínio das doenças infecto-parasitárias, com acentuado aumento a partir de 1996, decorrente da mudança de classificação das doenças (CID-9 para CID-10. Quanto à mortalidade infantil, destaca-se o predomínio dos óbitos na faixa neonatal. O desvendar das doenças e agravos dentro dos grandes grupos revela a importância das doenças isquêmicas do coração e doenças cerebrovasculares, dos homicídios, acidentes de transporte e da AIDS.

  7. A mortalidade neonatal em 1998, no município de Botucatu - SP La mortalidad neonatal en 1998, en el município de Botucatu-SP The neonatal mortality in 1998 at the municipality of Botucatu-SP

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kátia Poles

    2000-07-01

    Full Text Available Considerando que a mortalidade neonatal é indicador da qualidade da assistência prestada à gestante, ao parto e ao recém-nascido, realizamos o presente trabalho, cujo objetivo foi identificar as causas e o índice de mortalidade neonatal durante o ano de 1998 em Botucatu-SP. O coeficiente de mortalidade neonatal obtido foi de 8,3/1000 nascidos vivos e o coeficiente de mortalidade neonatal precoce foi de 7,3/1000 nascidos vivos, confirmando a importância dos óbitos na primeira semana de vida. Aproximadamente três quartos dos óbitos puderam ser classificados como reduzíveis por diagnóstico e tratamento precoces, reduzíveis por adequada atenção ao parto ou parcialmente reduzíveis por adequado controle da gravidez, evidenciando que para se reduzir os índices de morte neonatal, deveremos investir na melhoria da qualidade da assistência prestada à gestante, à parturiente e ao neonato.Considerando que la mortalidad neonatal es un indicador de la calidad de la asistencia ofrecida en la gestación, al parto y al recién- nacido, realizamos el presente trabajo, con el objetivo de estudiar la mortalidad neonatal durante el año de 1998 en Botucatu-SP. El coeficiente de mortalidad neonatal encontrado fue 8,3/1000 nacidos vivos y el coeficiente de mortalidad neonatal precoz fue de 7,3/1000 nacidos vivos, confirmando la importancia de las defunciones en la primera semana de vida. Los resultados mostraron que aproximadamente tres cuartos de las defunciones pueden ser reducidas con el control del embarazo, con el diagnóstico y tratamiento precoz o con la adecuada atención al parto, evidenciando que para reducir los índices de mortalidad neonatal, deberemos invertir en la mejoría de la calidad de la asistencia ofrecida en la gestación, en el parto y al recién-nacido.Considering that neonatal mortality is an indicator of the quality of the care provided to pregnant women, at childbirth as well as to the new born, authors developed the

  8. Comitês de prevenção da mortalidade infantil no Paraná, Brasil: implantação e operacionalização Committees for the prevention of infant mortality in the State of Paraná, Brazil: implementation and operation

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nereu Henrique Mansano

    2004-02-01

    Full Text Available Este artigo tem por objetivo relatar a experiência de implantação e funcionamento dos Comitês de Prevenção da Mortalidade Infantil no Estado do Paraná, Brasil, apresentando as estratégias de operacionalização, composição e fluxo dos três níveis: estadual, regional e municipal. Para a efetiva implantação dessa proposta, foi necessário preparar profissionais para investigar o óbito infantil e, portanto, foram realizados treinamentos de Multiplicadores para Investigação dos Óbitos Infantis. Em dois anos, os comitês analisaram 50% dos óbitos do Estado. Pretende-se ampliar gradativamente o número de óbitos analisados, bem como dar continuidade ao acompanhamento e à reestruturação dos comitês, visando a obter melhor desempenho, mais agilidade e melhor qualidade dos dados.This article reports on the implementation and operation of committees for the prevention of infant mortality in the State of Paraná, Brazil, with the operational strategies, formation, and relations at three levels: State, regional, and municipal. To implement the committees it was necessary to train professionals to investigate infant deaths. In two years the committees analyzed 50% of the infant deaths occurring in the State. The goal is to increase the number of cases analyzed and to continue to monitor the committees' work, seeking improved performance, agility, and data quality.

  9. Visualização dos padrões de variação da taxa de mortalidade infantil no Rio Grande do Sul, Brasil: comparação entre as abordagens Bayesiana Empírica e Totalmente Bayesiana Patterns of variation in the infant mortality rate in Rio Grande do Sul State, Brazil: comparison of empirical Bayesian and fully Bayesian approaches

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sabrina Letícia Couto da Silva

    2011-07-01

    Full Text Available A mortalidade infantil é um sensível indicador de saúde. Conhecer o seu perfil geográfico auxilia na formulação de estratégias de saúde pública. O mapeamento de doenças tem por objetivo descrever a distribuição geográfica das taxas de mortalidade ou incidência de doenças por intermédio de mapas. Em razão da alta instabilidade das taxas brutas quando há pequenas áreas, utilizam-se os métodos de suavização bayesiana, que se valem de informações de toda a região ou da vizinhança para estimar as taxas. O artigo faz a comparação entre os métodos Bayesiano Empírico e Totalmente Bayesiano para as taxas de mortalidade infantil (dados acumulados de 2001 a 2004 no Rio Grande do Sul, Brasil. O trabalho aponta as vantagens do uso dos estimadores bayesianos na visualização espacial dos mapas. Os métodos Bayesianos Empíricos apresentaram resultados muito semelhantes aos dos métodos Totalmente Bayesianos e possuem a grande vantagem de ser de fácil utilização por profissionais da área de saúde, destacando igualmente os principais padrões espaciais da taxa de mortalidade no Rio Grande do Sul no período estudado.Infant mortality is considered a sensitive health indicator, and knowledge of its geographical profile is essential for formulating appropriate public health policies. Disease mapping aims to describe the geographical distribution of disease incidence and mortality rates. Due to the heavy instability of crude rates in small areas, methods involving Bayesian smoothing of rates are used, drawing on information for the whole area or neighborhood to estimate the event rate. The current study compares empirical Bayesian (EB and fully Bayesian (FB methods for infant mortality rates (accumulated data from 2001 to 2004 in Rio Grande do Sul State, Brazil. This study highlights the advantages of Bayesian estimators for viewing and interpreting maps. For the problem at hand, EB and FB methods showed quite similar results and

  10. Fatores de risco para mortalidade em octogenários submetidos a cirurgia de revascularização miocárdica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isaac Newton Guimarães

    2011-02-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Idade maior a 80 anos não é, por si só, o único fator de risco para a mortalidade em revascularização miocárdica. OBJETIVO: Identificar fatores de risco para a mortalidade em pacientes octogenários submetidos a revascularização miocárdica. MÉTODOS: Estudamos 164 pacientes, com idade igual ou maior a 80 anos. As variáveis estudadas foram: sexo, idade (em anos, fração de ejeção do ventrículo esquerdo (FEVE, reoperação, cirurgia de emergência, número de artérias revascularizadas, uso da artéria torácica interna esquerda (ATIE, uso de circulação extracorpórea (CEC, cirurgia associada, revascularização da artéria interventricular anterior (AIVA e uso de balão intra-aórtico (BIA. A análise estatística foi feita por meio de análises descritiva, univariada e multivariada por regressão logística. Foram considerados significância estatística os valores de p < 0,05, e a análise multivariada foi realizada com variáveis cujo valor era p < 0,20. RESULTADOS: A mortalidade foi de 11%. Na análise univariada, evidenciou-se que baixa FEVE (p = 0,008, cirurgia de emergência (p < 0,001 e uso de balão intra-aórtico (p = 0,049 relacionaram-se à maior chance de mortalidade. Ao ajustar pela regressão logística, revelou-se que a idade acima de 85 anos correlacionou-se com uma chance de mortalidade 6,31 vezes maior (p = 0,012 e que a cirurgia de emergência esteve relacionada a uma chance de mortalidade 55,39 vezes maior (p < 0,001. CONCLUSÃO: Em octogenários submetidos a cirurgia de revascularização miocárdica, idade superior a 85 anos e cirurgia de emergência são fatores preditivos importantes de maior mortalidade.

  11. Escuta afetiva: possibilidades de uso em contextos de acolhimento infantil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Jacob Trivellato

    Full Text Available O presente estudo teve como objetivo conhecer o processo de acolhimento a partir do relato das crianças acolhidas e de educadoras de uma instituição localizada numa cidade do Interior do Estado do Mato Grosso do Sul. Participaram cinco crianças e cinco educadoras. Para a coleta de dados foram organizadas 27 oficinas com as crianças, que foram divididas em dois grupos, e entrevistas semiestruturadas com as educadoras. Os resultados mostram a importância da escuta atenta às crianças, pois possibilita as narrativas de suas vivências. Quanto às educadoras, observou-se que a interação com as crianças se dá, prioritariamente, nos cuidados básicos. Sugere-se a criação de políticas para a capacitação dessas profissionais, além de estratégias que resgatem a história de vida das crianças acolhidas, já que as rotinas institucionais e a complexidade do processo de acolhimento acabam por desconsiderar esse importante aspecto da construção humana.

  12. Mortalidade e morbidade da cidade do Rio de Janeiro imperial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Luiza Marcílio

    1993-07-01

    Full Text Available Trata o artigo dos primeiros resultados de um Projeto de Pesquisa sobre a "História Social da Saúde no Brasil (séculos 18 e 19", que estamos desenvolvendo. Contextualizamos sumariamente as condições sanitárias do Rio de Janeiro, durante o Império e a ação do Governo e da Academia Imperial de Medicina.  Calculamos os níveis da mortalidade geral e diferenciada (livres e escravos e mortalidade infantil. Descobrimos que anualmente e até o final do século, a mortalidade foi inferior à natalidade. O movimento sazonal mostrou aos que os meses quentes e úmidos eram os de maior mortalidade. Enfim, procuramos mapear a cronologia das grandes epidemias que assolaram a população carioca no século passado e conhecer as principais moléstias crônicas mais mortíferas. A tuberculose pulmonar por si só foi responsável por cerca de 15% das mortes em todo o período.

  13. Educação infantil: a criança em foco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcilene do Nascimento Silva

    2011-12-01

    Full Text Available O Ministério da Educação e do Desporto por meio de um texto chamado “Critérios para um Atendimento em Creches que Respeite os Direitos Fundamentais das Crianças” diz que toda criança tem direito a brincadeira, a atenção individual, a um ambiente aconchegante, seguro e estimulante, direito a higiene e à saúde, alimentação sadia, desenvolver sua curiosidade, imaginação e capacidade de expressão, entre outros, direitos estes que são necessários para que a criança se desenvolva em sua plenitude e possa ter uma infância saudável, feliz e infância esta ao qual ela tem todo o direito. O estágio aconteceu na Creche Municipal de Educação Infantil Pequeno Príncipe, que conta com aproximadamente 150 crianças, o inicio de atendimento da creche são das 07h00min da manhã as 05h00min horas da tarde. Este pressente relatório tem o objetivo de discorrer a respeito da realidade educacional na creche, de que forma ela acontece, se é significativa para as crianças, como se dá o processo de ensino-aprendizagem.Palavras-chave: educação; educação infantil; estágio; Creche Municipal de Educação Infantil Pequeno Príncipe.

  14. Os investimentos públicos em saúde e a mortalidade dos idosos no sul do Brasil:uma análise regionalizada

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marilia Patta Ramos

    2010-05-01

    Full Text Available Este artigo teve como objetivo examinar o efeito dos investimentos públicos em saúde na mortalidade dos idosos no Rio Grande do Sul, controlando-se pelas características socioeconômicas dos municípios. A base de dados foi extraída do Censo Demográfico do IBGE de 2000 e do Datasus, o qual inclui informações sobre recursos regionais para a saúde em 7 meso-regiões do RS. Foi criada uma tipologia para classificar as regiões do RS com base na taxa de dependência idosa. Modelos de regressões lineares estimaram o efeito dos investimentos públicos na mortalidade dos idosos separadamente por grupos de taxa de dependência controlando-se pelo PIB per capita, o índice de Gini, renda per capita, média de anos de estudo e a taxa de urbanização (variáveis independentes. Apesar de ter a expectativa de vida mais alta do Brasil, os resultados desse estudo revelam significativa diferença na mortalidade dos idosos entre as 7 meso-regiões que compõem o Estado do Rio Grande do Sul. os resultados mostram que os investimentos públicos federais em saúde são maiores em regiões com baixa taxa de dependência idosa. Também observamos uma associação frágil entre os investimentos públicos em saúde e a mortalidade dos idosos.

  15. Tráfego veicular e mortalidade por doenças do aparelho circulatório em homens adultos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mateus Habermann

    2012-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a associação entre indicadores de exposição à poluição por tráfego veicular e mortalidade por doenças do aparelho circulatório em homens adultos. MÉTODOS: Foram analisadas informações sobre vias e volume de tráfego no ano de 2007 fornecidas pela companhia de engenharia de tráfego local. Mortalidade por doenças do aparelho circulatório no ano de 2005 entre homens > 40 anos foram obtidas do registro de mortalidade do Programa de Aprimoramento de Informações de Mortalidade do Município de São Paulo, SP. Dados socioeconômicos do Censo 2000 e informações sobre a localização dos serviços de saúde também foram coletados. A exposição foi avaliada pela densidade de vias e volume de tráfego para cada distrito administrativo. Foi calculada regressão (α = 5% entre esses indicadores de exposição e as taxas de mortalidade padronizadas, ajustando os modelos para variáveis socioeconômicas, número de serviços de saúde nos distritos e autocorrelação espacial. RESULTADOS: A correlação entre densidade de vias e volume de tráfego foi modesta (r² = 0,28. Os distritos do centro apresentaram os maiores valores de densidade de vias. O modelo de regressão espacial de densidade de vias indicou associação com mortalidade por doenças do aparelho circulatório (p = 0,017. Não se observou associação no modelo de volume de tráfego. Em ambos os modelos - vias e volume de tráfego (veículos leves/pesados - a variável socioeconômica foi estatisticamente significante. CONCLUSÕES: A associação entre mortalidade por doenças do aparelho circulatório e densidade de vias converge com a literatura e encoraja a realização de mais estudos epidemiológicos em nível individual e com métodos mais acurados de avaliação da exposição.

  16. The impact of changing health indicators on infant mortality rates in Brazil, 2000 and 2005 Impacto de los cambios en los indicadores de salud sobre las tasas de mortalidad infantil en Brasil, 2000 y 2005

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando M. Volpe

    2009-12-01

    Full Text Available OBJECTIVES: To investigate the associations between changes in indicators of health-related resources and coverage, and variations in infant mortality rates (IMR in Brazil's 27 states in 2000 and 2005. METHODS: Data were obtained from the Ministry of Health's online database, DATASUS. Stepwise multiple regressions were performed to model changes in IMR and its components (early, late, and post-neonatal mortality, using changes in the selected health indicators as predictors. RESULTS: Regression analysis showed that improving access to prenatal care (B = -0.89 per 1 000; P OBJETIVOS: Investigar las asociaciones entre los cambios en los indicadores de recursos y cobertura relacionados con la salud y las variaciones en las tasas de mortalidad infantil (TMI en los 27 estados de Brasil entre los años 2000 y 2005. MÉTODOS: Los datos se obtuvieron de la base de datos en línea del Ministerio de Salud, DATASUS. Mediante regresión múltiple paso a paso se modelaron los cambios en la TMI y sus componentes (mortalidades temprana, tardía y posneonatal, utilizando como predictores los cambios en indicadores seleccionados de salud. RESULTADOS: Según el análisis de regresión, el mejoramiento del acceso a la atención prenatal (B = -0,89 por 1 000; P < 0,001 y al suministro de agua (B = -0,22 por 1 000; P = 0,033, y el aumento del gasto público en salud como proporción del producto interno bruto (PIB (B = -0,72 por 1 000; P = 0,031 se asociaron con reducciones significativas de las TMI. Las reducciones de las tasas de mortalidad neonatal temprana se asociaron con la atención prenatal (B = -0,14 por 1 000; P = 0,026 y el acceso a servicios de saneamiento (B = -0,05 por 1 000; P = 0,026. Las reducciones en las tasas de mortalidad neonatal tardía se asociaron con la atención prenatal (B = -0,12 por 1 000; P = 0,003 e, inversamente, con la tasa de partos por cesárea (B = 0,13 por 1 000; P = 0,005. Las reducciones en las tasas de mortalidad posneonatal

  17. La mortalidad feto-infantil y de menores de 5 años en Cuba: período 2000-2010. The fetal- infant mortality and under 5 years in Cuba: 2000-2010

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lorenzo I. Herrera León

    2015-12-01

    Full Text Available La etapa fetal es vital para el desarrollo y bienestar del futuro ser humano, de ahí que el presente trabajo se haya propuesto como objetivo analizar la evolución de la mortalidad feto-infantil y de menores de 5 años durante el decenio 2000-2010, en Cuba. Para el logro de este se realizaron estimaciones de los eventos vitales que acompañan al proceso del embarazo (abortos e interrupciones, embarazos, mortinatos y nacimiento. A raíz de dichas estimaciones y aplicando técnicas estadísticas de regresión lineal se estimaron las intensidades de cambio medio anual de las diferentes modalidades de mortalidad que afectan al producto de la concepción en todo el decenio, a decir, fetal, infantil (según componentes y perinatal, y del menor de 5 años, lo que permitió realizar comparaciones. En este mismo sentido, se realizaron incursiones analíticas sobre las características exhibidas por las defunciones ocurridas intraútero, tomando en cuenta variables fundamentales como el peso y la duración de la gestación. Entre los resultados más sobresalientes se destacan, en primer lugar, la brecha mantenida en todo el decenio de la mortalidad fetal con respecto a la infantil y especialmente con la componente neonatal precoz, y más aun, el carácter ascendente en casi todo el período de estudio de esta relación. Como la recomendación más acuciante, se sugiere tratar este punto con mayor especificidad en estudios posteriores, dada la posibilidad de que se esté violando un principio básico: el concerniente a la definición de nacido vivo promulgada por las Naciones Unidas. The fetal stage is vital to the development and welfare of the human being, that is why the main objective of this work is to analyze the evolution of the fetus and infant mortality and under-five years during the decade 2000-2010, in Cuba. To achieve this objective, estimates of vital events that accompany the process of pregnancy (abortions and interruptions, pregnancies

  18. Mortalidade de Coccus viridis (Hemiptera: Coccidae por Lecanicillium spp. em diferentes órgãos de Coffea arabica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flávio Lemes Fernandes

    2009-04-01

    Full Text Available Objetivou-se neste trabalho avaliar a mortalidade de Coccus viridis por Lecanicillium spp. em folhas e ramos de Coffea arabica. O trabalho foi realizado na casa de vegetação na Universidade Federal de Viçosa, entre fevereiro de 2005 a junho de 2006. Foram utilizadas sementes da variedade Catuaí vermelho de café (C. arabica. A solução nutritiva utilizada foi composta por 3,0 mmol/L de N, 9,0 mmol/L de K, 1,0 mmol/L de P, 4,0 mmol/L de Ca, 2,1 mmol/L de S, 46 µmol/L de B, 0,3 µmol/L de Cu, 60,0 µmol/L de Fe, 2,0 µmol/L de Mg, 0,5 µmol/L de Mo e 36,0 µmol/L de Mn. As cochonilhas e o fungo foram coletados de folhas de café em lavouras comerciais de Viçosa, MG e foram mantidos em gaiolas em Casa de Vegetação. As plantas foram infestadas com oito meses de idade. A infestação foi realizada por contato de C. viridis infectadas com o fungo sobre as cochonilhas sadias. As densidades de C. viridis viva e morta nas folhas e nos ramos foram avaliadas aos 0, 15, 30, 35, 45, 60 e 75 dias após a infestação. Usou-se análise de variância, teste de média de Skott-Knott e análise de regressão linear simples a p<0,05. O fungo Lecanicillium spp. causou mortalidade em todos os estádios de C. viridis. De forma geral, a maior mortalidade ocorreu no terceiro ínstar. Além disso, o fungo causou maior mortalidade nesse inseto praga na face abaxial da folha de café. Mortality of Coccus viridis (Hemiptera: Coccidae by Lecanicillium spp. in differents Coffea arabica organs in greenhouseAbstract. The objective of this work was to evaluate the mortality of Coccus viridis by Lecanicillium spp. on faces of the leaves, and branches of Coffea arabica. This work was conducted in greenhouse at UFV. The experiment was carried out from February 2005 to June 2006. Seeds of the lineage IAC 15 from the variety “Catuaí Vermelho” coffee (C. arabica were used. The nutritive solution utilized was composed for 3. 0 mmol/L of N, 9. 0 mmol/L of K, 1. 0 mmol

  19. Desigualdade espacial da mortalidade neonatal no Brasil: 2006 a 2010

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Genyklea Silva de Oliveira

    2013-08-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo é analisar a distribuição espacial da mortalidade neonatal e sua correlação com os fatores biológicos, socioeconômicos e de atenção à saúde materno-infantil, nos estados brasileiros, no período de 2006 a 2010. Foram construídos mapas temáticos e de correlação (LISA para verificação de dependência espacial e modelos de regressão linear múltipla. Verificou-se que não há autocorrelação espacial para mortalidade neonatal nos estados brasileiros (I = 0,002; p = 0,48. A maioria das variáveis estava correlacionada (r > 0,3, p < 0,05 com a mortalidade neonatal, formando clusters em estados do Norte e Nordeste, com maiores taxas de mães adolescentes, renda domiciliar per capta baixa, menor realização de consultas de pré-natal e de leitos de UTI Neonatal. O número de leitos de UTI Neonatal manteve efeito independente após a análise de regressão. Conclui-se que as desigualdades regionais das condições de vida e, principalmente, de acesso aos serviços de saúde materno-infantil contribuem para a distribuição desigual da mortalidade neonatal no Brasil.

  20. Análise da sobrevida e fatores associados à mortalidade em receptores de transplante renal em Hospital Universitário no Maranhão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Inês Gomes de Oliveira

    2012-09-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: O transplante renal (TR é considerado como a melhor terapia para a Doença Renal Crônica (DRC. Fatores associados à sobrevida dos receptores de TR devem ser avaliados tendo em vista a implementação de condutas adequadas no manejo desses pacientes. OBJETIVOS: Analisar a sobrevida de receptores de TR e fatores associados à sua mortalidade. MÉTODOS: Estudo observacional de coorte, retrospectivo, com todos os 215 pacientes submetidos a TR no Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão-HUUFMA, entre 18 de março de 2000 e 18 de setembro de 2008, com seguimento mínimo de 12 e máximo de 101 meses. Características demográficas e clínicas dos pacientes foram observadas. Utilizou-se o método Kaplan-Meier para construção das curvas de sobrevida do paciente, sendo as mesmas comparadas pelo teste log-rank. O modelo de riscos proporcionais de Cox identificou fatores associados à mortalidade. RESULTADOS: A prevalência de óbito no período foi de 10,6%. A sobrevida de 1, 3 e 5 anos com doadores vivos foi de 97,8%, 94,1% e 92,9%, respectivamente, e com doadores falecidos, 95,6% e 95,6% para 1 e 3 anos, respectivamente. Foram fatores associados à menor sobrevida do paciente: idade > 40 anos (RR = 6,19; p = 0,001; IC 95% = 2,01-18,99 e intercorrência cirúrgica (RR = 4,98; p = 0,041; IC 95% = 1,07-23,27. CONCLUSÕES: As taxas de sobrevida do receptor de TR no HUUFMA foram semelhantes àquelas encontradas em outros trabalhos, nacionais e internacionais. Idade do receptor acima de 40 anos e intercorrências cirúrgicas foram significantemente associados à mortalidade do paciente neste estudo.

  1. ¿Por qué descendió tanto la mortalidad infantil en Tarragona, provincia de Cataluña (España? El ejemplo del doctor Frías i Roig (Reus, 1878-1963

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Margarita Gonzalvo-Cirac

    2015-01-01

    Full Text Available Desde la Transición Demográfica y Epidemiológica, marco conceptual de nuestra investigación, planteamos qué ocurrió en la provincia de Tarragona entre 1900 y 1935 (antes de la Guerra Civil española. A principios de siglo dicho territorio ostentó la esperanza de vida más alta de todas las provincias españolas y ésta aumentó año por año durante ese período. Se analiza la evolución de la mortalidad general, la mortalidad infantil y las causas de muerte en la provincia de Tarragona comparándola con Cataluña y España. Los datos consultados provienen de defunciones por causa de muerte del Instituto Nacional de Estadística y del Institut d’Estadistica de Catalunya. El estudio epidemiológico se ha realizado mediante una agrupación de grandes causas de muerte; y la metodología usada es la estandarización indirecta. Los resultados muestran que entre 1900 y 1935, la esperanza de vida aumenta unos 20 años, con un mayor crecimiento a favor de las mujeres. Esta esperanza de vida a favor de Tarragona se debe a la menor incidencia de muertes provocadas por enfermedades infecciosas, la promoción de la calidad de vida a través de las pioneras acciones de los higienistas (principalmente de Reus entre 1910-20, la educación, un alto nivel de alfabetización de los padres, una buena alimentación en nutrientes y un buen clima.

  2. ¿Por qué descendió tanto la mortalidad infantil en Tarragona, provincia de Cataluña (España? El ejemplo del doctor Frías i Roig (Reus, 1878-1963

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Margarita Gonzalvo-Cirac

    2015-07-01

    Full Text Available Desde la Transición Demográfica y Epidemiológica, marco conceptual de nuestra investigación, planteamos qué ocurrió en la provincia de Tarragona entre 1900 y 1935 (antes de la Guerra Civil española. A principios de siglo dicho territorio ostentó la esperanza de vida más alta de todas las provincias españolas y esta aumentó año por año durante ese período. Se analiza la evolución de la mortalidad general, la mortalidad infantil y las causas de muerte en la provincia de Tarragona comparándola con Cataluña y España. Los datos consultados provienen de defunciones por causa de muerte del Instituto Nacional de Estadística y del Institut d’Estadistica de Catalunya. El estudio epidemiológico se ha realizado mediante una agrupación de grandes causas de muerte; y la metodología usada es la estandarización indirecta. Los resultados muestran que entre 1900 y 1935, la esperanza de vida aumenta unos 20 años, con un mayor crecimiento a favor de las mujeres. Esta esperanza de vida a favor de Tarragona se debe a la menor incidencia de muertes provocadas por enfermedades infecciosas, la promoción de la calidad de vida a través de las pioneras acciones de los higienistas (principalmente de Reus entre 1910-20, la educación, un alto nivel de alfabetización de los padres, una buena alimentación en nutrientes y un buen clima.

  3. A Literatura Infantil e Infanto-Juvenil em Sala de Aula e as Questões Curriculares

    OpenAIRE

    Camelo, Marco Antônio da Costa

    2011-01-01

    Este artigo faz uma abordagem sobre a prática pedagógica de literatura infanto-juvenil no ensino fundamental. Busca analisar, sob um ponto de vista histórico, o transcurso dessa literatura em sala de aula e a utilização pelo professor em seu cotidiano. O artigo, inicialmente, faz considerações sobre a relação professor, escola e literatura infantil e infanto-juvenil, salientando a forma pela qual a criança entra em contato com o livro. Em seguida, o artigo apresenta uma abordagem sobre a mane...

  4. História da literatura infantil na Madeira: reflexos de um mundo em mudança

    OpenAIRE

    Ramos, Dina Isabela Lemos

    2011-01-01

    O aumento substancial do número de livros infantis publicados na Madeira, ou produzidos por autores nativos da Ilha, mais cedo ou mais tarde, daria como resultado a escrita de um ensaio teórico acerca deste assunto. Esta é a essencial finalidade deste trabalho. Percorrendo diversas matérias em redor da Literatura Infantil pretende-se dar uma ideia da sua evolução e crescimento na Ilha. Através de uma contextualização inicial do género Literatura Infantil, fornecem-se diversos dados acerca de...

  5. Correlation of Cesarean rates to maternal and infant mortality rates: an ecologic study of official international data Correlación de la tasa de cesáreas con las tasas de mortalidad materna e infantil: estudio ecológico basado en datos oficiales internacionales

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Madalena Volpe

    2011-05-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To correlate international official data on Cesarean delivery rates to infant and maternal mortality rates and low weight-at-birth rates; and to test the hypothesis that Cesarean rates greater than 15% correlate to higher maternal and infant mortality rates. METHODS: Analyses were based on the most recent official data (2000-2009 available for 193 countries. Exponential models were compared to quadratic models to regress infant mortality rates, neonatal mortality rates, maternal mortality rates, and low weight-at-birth rates to Cesarean rates. Separate regressions were performed for countries with Cesarean rates greater than 15%. RESULTS: In countries with Cesarean rates less than 15%, higher Cesarean rates were associated to lower infant, neonatal, and maternal mortality rates, and to lower rates of low weightat-birth. In countries with Cesarean rates greater than 15%, Cesarean rates were not significantly associated with infant or maternal mortality rates. CONCLUSIONS: There is an inverse exponential relation between countries' rates of Cesarean deliveries and infant or maternal mortality rates. Very low Cesarean rates (less than 15% are associated with poorer maternal and child outcomes. Cesarean rates greater than 15% were neither correlated to higher maternal nor child mortality, nor to low weight-at-birth.OBJETIVO: Correlacionar los datos oficiales internacionales sobre las tasas de parto por cesárea con las tasas de mortalidad materna e infantil y con la tasa de bajo peso al nacer, y someter a prueba la hipótesis que sostiene que una tasa de cesáreas mayor de 15% se correlaciona con tasas de mortalidad materna e infantil más elevadas. MÉTODOS: Los análisis se basaron en los datos oficiales más recientes disponibles (2000-2009 de 193 países. Se compararon modelos exponenciales con modelos cuadráticos para hacer un análisis de regresión de las tasas de mortalidad infantil, neonatal y materna, así como de las tasas de

  6. Estimativas da prevalência de desnutrição infantil nos municípios brasileiros em 2006

    OpenAIRE

    Benício, Maria Helena D'Aquino; Martins, Ana Paula Bortoletto; Venancio, Sonia Isoyama; Barros, Aluísio Jardim Dornellas de

    2013-01-01

    OBJETIVO: Estimar a prevalência da desnutrição infantil para os municípios brasileiros.MÉTODOS: Utilizou-se modelo de regressão logística multinível para estimar a probabilidade individual de desnutrição em 5.507 municípios brasileiros em 2006, em função de fatores preditivos agrupados segundo níveis hierárquicos. A variável resposta foi a desnutrição infantil (crianças de seis a 59 meses com estatura para idade e sexo inferior a -2 escores Z, segundo o padrão da Organização Mundial da Saúde)...

  7. USO DE PLANTAS EM PÓ SECO COM PROPRIEDADES TERMITICIDA SOBRE A MORTALIDADE DE CUPINS ARBÓREOS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Chistopher Stallone Cruz

    2012-09-01

    Full Text Available 1024x768 Normal 0 21 false false false PT-BR X-NONE X-NONE Os térmitas são insetos de grande importância ecológica, com mais de 2.750 espécies catalogadas em todo o mundo. Pequeno número de espécies são conhecidos por provocarem grandes danos econômicos ao homem, sendo considerado como praga urbana ou agrícola, são destruidores de madeira seca, pastagens e outros materiais composto de celulose. A vasta gama de uso indiscriminado de produtos químicos contra o controle deste inseto vem trazendo ao longo do tempo resultados negativos, por apresentarem sérios riscos a saúde humana e dar surgimento a cupins com resistência. Avaliou-se nove espécies vegetais que possivelmente apresentem poder cupinicida em substituição aos tratamentos convencionais, de modo a preservar o meio ambiente. Foram avaliados os seguintes vegetais: caule e folha de Aspidosperma pyrifolium, raiz de Mimosa tenuiflora, raiz de Cnidoscolus urens, gema apical de Syzygium aromaticum, semente de Azadirachta indica, fruto de Piper nigrum, folhas de Eucalyptus sp., raiz de Zingiber officinale e fruto de Punica granatum. Foram coletados 550 espécimes de cupins, 275 operários e 275 soldados, logo em seguida foram distribuídos 10 indivíduos dentro de um cativeiro de polipropileno com capacidade de 250mL, juntamente com 3g do pó seco, 5g de fragmentos de cupinzeiro macerado, verificando a viabilidade dos pós secos durante 5 dias consecutivos, sendo realizado uma leitura de mortalidade a cada 24 horas. O delineamento utilizado foi o inteiramente casualizado e os dados foram avaliados pelos testes Student e Henderson & Tilton. Verificou-se que a utilização dos pós vegetais é  alternativa eficaz e barata no controle de Nasutitermes sp., destacando-se como mais letais folhas e galhos de A. indica,Eucalyptus sp., S. aromaticum, Z. officinale, C. urens e P. nigrum.

  8. Trabalho infantil em Pelotas: perfil ocupacional e contribuição à economia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Facchini Luiz Augusto

    2003-01-01

    Full Text Available O trabalho infantil é um fenômeno global de grandes proporções, especialmente em países em desenvolvimento. Estima-se que, em todo o mundo, 352 milhões de crianças e adolescentes menores de 18 anos são economicamente ativos, incluindo atividades remuneradas, trabalho não-pago, ilegal e no setor informal da economia. No Brasil, cerca de 9,3 milhões de crianças entre 10 e 17 anos trabalham. Os estudos sobre a contribuição econômica das crianças à renda familiar são escassos. Este artigo apresenta o perfil ocupacional e a contribuição econômica de crianças e adolescentes, com destaque para aspectos relacionados à idade, ao gênero, à escolaridade e à situação socioeconômica de suas famílias em uma amostra de 4.924 indivíduos entre 6 e 17 anos, representativa dos setores urbanos pobres de Pelotas. As crianças e adolescentes trabalhadores contribuíam em média com 18% da renda familiar. Dos que trabalhavam, metade contribuía no mínimo com 10% da renda familiar e um quarto respondia por 25% ou mais da renda familiar. Quanto menor a renda familiar dos adultos, maior a proporção da contribuição de crianças e adolescentes à renda familiar total, maior a exclusão escolar de adolescentes trabalhadores e maior a jornada de trabalho infanto-juvenil.

  9. Trabalho infantil em Pelotas: perfil ocupacional e contribuição à economia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Augusto Facchini

    Full Text Available O trabalho infantil é um fenômeno global de grandes proporções, especialmente em países em desenvolvimento. Estima-se que, em todo o mundo, 352 milhões de crianças e adolescentes menores de 18 anos são economicamente ativos, incluindo atividades remuneradas, trabalho não-pago, ilegal e no setor informal da economia. No Brasil, cerca de 9,3 milhões de crianças entre 10 e 17 anos trabalham. Os estudos sobre a contribuição econômica das crianças à renda familiar são escassos. Este artigo apresenta o perfil ocupacional e a contribuição econômica de crianças e adolescentes, com destaque para aspectos relacionados à idade, ao gênero, à escolaridade e à situação socioeconômica de suas famílias em uma amostra de 4.924 indivíduos entre 6 e 17 anos, representativa dos setores urbanos pobres de Pelotas. As crianças e adolescentes trabalhadores contribuíam em média com 18% da renda familiar. Dos que trabalhavam, metade contribuía no mínimo com 10% da renda familiar e um quarto respondia por 25% ou mais da renda familiar. Quanto menor a renda familiar dos adultos, maior a proporção da contribuição de crianças e adolescentes à renda familiar total, maior a exclusão escolar de adolescentes trabalhadores e maior a jornada de trabalho infanto-juvenil.

  10. AUTOCONCEITO DE GÊNERO EM CRIANÇAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karina Ingredy Leite da Silva

    2015-10-01

    Full Text Available Este trabalho de conclusão do Curso de Psicopedagogia objetivou analisar o desenvolvimento do autoconceito de gênero em crianças da educação infantil da Escola de Educação Básica da Universidade Federal da Paraíba nas interações livres com os seus pares. Realizou-se uma abordagem qualitativa, durante o segundo semestre de 2013, com observações participantes e não participantes de grupos de meninas, grupos de meninos e entre meninos e meninas interagindo juntos em um mesmo grupo. O procedimento analítico utilizado foi análise de conteúdo, incluindo as falas, movimentos corporais e espaciais, a partir das seguintes questões norteadoras: as crianças expressam o autoconceito de gênero em interações livres? As crianças demonstram uma construção de inequidade e tipificação de gênero? Verificou-se que as crianças da educação infantil já reproduzem as desigualdades entre os sexos, e que são os adultos mais próximos como as/os professores/as e cuidadores/as na escola e o pai e a mãe em suas casas os grandes contribuintes da construção do seu autoconceito de gênero, demonstrando que essa construção é alimentada pelo machismo, sexismo e homofobia, transmitidos principalmente através da linguagem, de atitudes e comportamentos. Observou-se que as crianças diariamente tipificam, classificam e discriminam lugares, cores, brinquedos, brincadeiras, jogos, comportamentos, espaços e tarefas de acordo com cada sexo, reforçando os valores pensados e impostos pela cultura hegemônica para modelos de feminilidade e masculinidade, internalizando e reproduzindo a inequidade de gênero. Portanto, para a escola desconstruir essas relações, linguagens, identidades e autoconceitos, precisa tornar-se um espaço plural, de igualdade e equidade de gênero, por meio de uma educação não sexista.

  11. Impacto da vacinação contra influenza na mortalidade por doenças respiratórias em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Priscila Maria Stolses Bergamo Francisco

    2005-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: As doenças respiratórias, particularmente as infecciosas, vêm se tornando cada vez mais representativas na morbi-mortalidade da população idosa. O objetivo do estudo foi analisar a tendência de mortalidade por doenças respiratórias e observar o impacto da vacinação contra influenza nos coeficientes de mortalidade. MÉTODOS: O estudo foi realizado no período de 1980 a 2000 em idosos residentes no Estado de São Paulo, utilizando-se dados de mortalidade do Sistema de Informações de Mortalidade do Ministério da Saúde. Trata-se de estudo ecológico de séries temporais. Foram analisadas as tendências das taxas padronizadas de mortalidade por doenças respiratórias infecciosas, segundo faixas etárias (60 a 64, 65 a 69, 70 a 74, 75 a 79 e 80 ou mais anos e sexo, por meio de modelos de regressão polinomial. Foram calculados intervalos de confiança para a resposta média esperada nos anos subseqüentes à intervenção. RESULTADOS: Os coeficientes aumentaram para ambos os sexos na população idosa. Após a intervenção nota-se tendência ao declínio dos indicadores de mortalidade. Para a população idosa masculina, o coeficiente médio no período de 1980 a 1998 foi de 5,08 óbitos por mil homens com aumento linear não constante de 0,13 ao ano; em 2000, o coeficiente observado foi de 4,72 óbitos por mil homens. Já para as mulheres de 60 anos e mais, o coeficiente anual médio foi de 3,18 óbitos por mil mulheres com incremento não constante de 0,08 ao ano; no ano de 2000 o coeficiente observado foi 2,99 óbitos por mil mulheres, além da redução significativa dos mesmos em todas as faixas etárias. CONCLUSÕES: Os dados indicam a importância das doenças respiratórias entre os idosos e sugerem que a proteção específica contra influenza tem se refletido positivamente na prevenção da mortalidade por essas doenças.

  12. Tráfego veicular e mortalidade por doenças do aparelho circulatório em homens adultos Tráfico vehicular y mortalidad por enfermedades del aparato circulatorio en hombres Motor vehicle traffic and cardiovascular mortality in male adults

    OpenAIRE

    Mateus Habermann; Nelson Gouveia

    2012-01-01

    OBJETIVO: Analisar a associação entre indicadores de exposição à poluição por tráfego veicular e mortalidade por doenças do aparelho circulatório em homens adultos. MÉTODOS: Foram analisadas informações sobre vias e volume de tráfego no ano de 2007 fornecidas pela companhia de engenharia de tráfego local. Mortalidade por doenças do aparelho circulatório no ano de 2005 entre homens > 40 anos foram obtidas do registro de mortalidade do Programa de Aprimoramento de Informações de Mortalidade do ...

  13. Diagnósticos em psiquiatria infantil: uma reflexão a partir da obra de Winnicott

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosana Kesrouani

    Full Text Available A realização dos diagnósticos em psiquiatria infantil depende tanto do campo teórico que constitui esta especialidade como da forma que é realizado. É necessário discutir estes aspectos, pois o diagnóstico tem implicações na terapêutica a ser proposta, para a realização de pesquisas e para a proposição de ações de saúde, e para a vida tanto do paciente quanto de sua família. Este artigo pretende evidenciar algumas das contribuições de D. W. Winnicott e propor discussão sobre o diagnóstico em psiquiatria infantil.

  14. Surgical treatment for infective endocarditis and hospital mortality in a Brazilian single-center Tratamento cirúrgico para endocardite infecciosa e mortalidade hospitalar em centro único brasileiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maurício Nassau Machado

    2013-03-01

    Full Text Available OBJECTIVE: We evaluated patients underwent cardiac valve surgery in the presence of infective endocarditis in an attempt to identify independent predictors of 30-day mortality. METHODS: We evaluated 837 consecutive patients underwent cardiac valve surgery from January 2003 to May 2010 in a tertiary hospital in São José do Rio Preto, São Paulo (SP, Brazil. The study group comprised patients who underwent intervention in the presence of infective endocarditis and was compared to the control group (without infective endocarditis, evaluating perioperative clinical outcomes and 30-day all cause mortality. RESULTS: In our series, 64 patients (8% underwent cardiac valve surgery in the presence of infective endocarditis, and 37.5% of them had surgical intervention in multiple valves. The study group had prolonged ICU length of stay (16%, greater need for dialysis (9% and higher 30-day mortality (17% compared to the control group (7%, P=0.020; 2%, P=0.002 and 9%, P=0.038; respectively. In a Cox regression analysis, age (P = 0.007, acute kidney injury (P = 0.004, dialysis (P = 0.026, redo surgery (P = 0.026, re-exploration for bleeding (P = 0.013, tracheal reintubation (P OBJETIVO: Avaliamos pacientes submetidos à cirurgia valvar em vigência de endocardite infecciosa na tentativa de identificar preditores independentes de mortalidade intrahospitalar em 30 dias. MÉTODOS: Foram avaliados 837 pacientes consecutivamente submetidos à cirurgia valvar, no período de janeiro de 2003 a maio de 2010, em um hospital terciário de São José do Rio Preto, SP, Brasil. O Grupo de Estudo compreendeu indivíduos submetidos à intervenção em vigência de endocardite infecciosa e foi comparado ao Grupo Controle, considerando complicações clínicas perioperatórias e óbito por todas as causas em 30 dias. RESULTADOS: Em nossa casuística, 64 (8% pacientes foram submetidos à cirurgia valvar em vigência de endocardite infecciosa, sendo 37,5% deles com indica

  15. Fatores de mortalidade em micro e pequenas empresas: um estudo na região central do Rio Grande do Sul

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sidineia Santini

    2015-04-01

    Full Text Available As micro e pequenas empresas assumem papel importante para as economias locais e regionais. Grande parte desses empreendimentos não consegue prosperar e se manter no mercado por mais de meia década, apresentando mortalidade precoce. Mediante a isto, o presente trabalho é caracterizado como uma survey descritiva, visto que se consideram, no mesmo, os principais passos para esclarecimento a respeito de sobrevivência das micro e pequenas empresas. Desta forma, o objetivo foi identificar os fatores causadores da mortalidade dessas empresas na região central do estado do Rio Grande do Sul. Para tanto, a pesquisa agregou uma amostra de 60 empreendimentos. Utilizou-se para a coleta dos dados um questionário estruturado, no qual se identificou onze principais fatores causadores da mortalidade das empresas. Concluiu-se que existe relação entre os fatores encontrados na pesquisa com resultados obtidos por outros autores em estudos anteriores.

  16. Perfil e trajetória de educadores em instituição de acolhimento infantil

    OpenAIRE

    Cavalcante,Lília Iêda Chaves; Corrêa,Laiane Da Silva

    2012-01-01

    Este estudo identificou aspectos da trajetória pessoal, profissional e institucional de educadores de abrigo, assim como sua percepção e satisfação com as atividades realizadas em uma instituição de acolhimento. Foram entrevistados 102 educadores que trabalhavam em um abrigo infantil da Região Metropolitana de Belém. O perfil traçado mostra que todos os entrevistados pertencem ao sexo feminino, sendo a maioria ainda jovem, com no máximo 35 anos, com filhos, já tendo concluído ou ainda frequen...

  17. Efectos combinados de la ampliación de la atención primaria de salud y de las transferencias condicionadas de dinero en efectivo sobre la mortalidad infantil en Brasil, 1998–2010*

    Science.gov (United States)

    Guanais, Frederico C.

    2015-01-01

    Objetivos. Examiné los efectos combinados del acceso a la atención primaria mediante el Programa de Salud Familiar (PSF) y las transferencias condicionadas de dinero en efectivo del Programa Bolsa Familia (PBF) sobre la mortalidad infantil posneonatal (MIPN) en Brasil. Métodos. Empleé un análisis ecológico longitudinal usando datos en panel de 4 583 municipios brasileños de 1998 al 2010, con 54 253 observaciones en total. Estimé modelos de regresión de efectos fijos por mínimos cuadrados ordinarios, con la tasa de MIPN como la variable dependiente y el PSF, el PBF y sus interacciones como las principales variables independientes de interés. Resultados. La asociación de una mayor cobertura del PSF con una menor tasa de MIPN se volvió más fuerte conforme aumentaba la cobertura del PBF. En los promedios de todas las demás variables, cuando la cobertura de PBF era 25%, la MIPN predicha fue 5,24 (intervalo de confianza [IC] de 95% = 4,95, 5,53) para una cobertura del PSF de 0%, y de 3,54 (IC de 95% = 2,77, 4,31) para una cobertura del PSF de 100%. Cuando la cobertura del PBF era de 60%, la MIPN predicha fue 4,65 (IC de 95% = 4,36, 4,94) para una cobertura del PSF de 0%, y de 1,38 (IC de 95% = 0,88, 1,89) para una cobertura del PSF de 100%. Conclusiones. El efecto del PSF depende de la ampliación del PBF. Para las poblaciones empobrecidas y subatendidas, la combinación de intervenciones tanto del lado de la oferta como del lado de la demanda podría ser necesaria para mejorar los resultados en salud.

  18. Mortalidade de adolescentes em área urbana da região Sudeste do Brasil, 1984-1993

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lyra Sílvia M. Kawata

    1996-01-01

    Full Text Available Analisa-se a mortalidade de adolescentes no Município de Botucatu, Estado de São Paulo, Brasil, no período de 1984 a 1993, segundo dois subgrupos (10 a 14 e 15 a 19 anos, sexo, ocupação e causas de óbito. Os dados de óbitos foram obtidos no Setor de Estatística do Centro de Saúde-Escola. As estimativas populacionais foram calculadas com base nos censos demográficos. Observou-se variação dos coeficientes de mortalidade nos diferentes anos e maior mortalidade no grupo masculino de 15 a 19 anos, atingindo tanto estudantes como trabalhadores. Houve predomínio de causas externas de mortalidade, principalmente acidentes de trânsito e ferimento por arma de fogo, exigindo averigüação de seus determinantes e o desenvolvimento de programas de saúde destinados aos adolescentes, suas famílias e à sociedade, considerando-se que as causas de morte são evitáveis e preveníveis.

  19. Acompanhamento em programas de saúde auditiva infantil: Uma revisão integrativa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Ribeiro de Almeida e Silva

    2014-06-01

    Full Text Available O diagnóstico da perda auditiva no Brasil é tardio. Um dos fatores que pode explicar este fato, mesmo diante de inúmeros programas de triagem auditiva implementados, pode ser a evasão das famílias, não concluindo a avaliação auditiva da criança. Objetivou-se descrever como vem sendo conduzido o acompanhamento audiológico nos Programas de Saúde Auditiva Infantil do Brasil, especialmente em relação aos exames realizados, adesão das famílias ao acompanhamento audiológico e ações educativas desenvolvidas. Realizou-se uma revisão integrativa da literatura, cuja pergunta norteadora foi: como vem sendo conduzido o acompanhamento audiológico nos Programas de Saúde Auditiva Infantil do Brasil? Levantamento nas seguintes bases de dados: Lilacs, Medline, IBECS e CidSaúde, utilizando combinações entre os termos “acompanhamento”, “audição” e “triagem neonatal”. Inicialmente, os 1130 artigos encontrados foram triados por títulos e resumos. Foram lidas na íntegra as 21 publicações pré-selecionadas por título e resumo, constatando-se que 12 artigos respondiam a pergunta desta revisão. Os exames para triagem auditiva e acompanhamento audiológico mais utilizados foram Emissões Otoacústicas e Potencial Evocado Auditivo de Tronco Encefálico, além de avaliação comportamental, timpanometria e reflexos acústicos. Três estudos referiram a presença de ações educativas nos programas e apenas um deles especificou os profissionais que as realizaram, sendo o profissional enfermeiro o que mais efetuou estas atividades. O percentual de famílias que aderiram ao acompanhamento variou consideravelmente. Acredita-se ser interessante observar recomendações de entidades locais e internacionais para realização do acompanhamento audiológico, buscando um padrão de qualidade e efetividade nos programas e a qualidade da avaliação audiológica.

  20. La vida: medición y análisis de la mortalidad

    OpenAIRE

    Rodríguez Jaume, María José

    2008-01-01

    Presentación de: las fuentes demográficas para el estudio de la mortalidad, de las características de la mortalidad como fenómeno demográfico; y de los conceptos con los que se operacionaliza el fenómeno demográfico objeto de estudio. Introduccion en la medición del fenómeno de la mortalidad de la mano de tres indicadores: Tasa Bruta de Mortalidad, Tasas Específicas de Mortalidad, Tasa de Mortalidad Infantil.

  1. Enunciação e atitude responsiva em processos interativos: construindo dialogias na Educação Infantil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniele Marques Vieira

    2016-03-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/1980-4512.2016v18n33p32 O presente artigo aborda o problema da enunciação e a atitude responsiva na relação adulto-criança na dinâmica dialógica da educação infantil. Para tanto estabelece interlocução entre autores do Círculo de Bakhtin e uma perspectiva sobre a cultura infantil na relação entre pares, com destaque à noção de reprodução interpretativa e de ordem instituinte pelas crianças. Propõe um estudo sob a premissa da dialogia na prática educativa no espaço-ambiente da educação infantil, a fim de identificar a dinâmica dialógica e relacionar elementos da enunciação e das atitudes responsiva das crianças dela decorrentes, em momentos de processos interativos de uma situação educativa, registrada e observada por meio da fotografia. A partir do registro fotográfico foi possível relacionar percepções da vivência rememorada na observação da imagem, sendo esta fonte de interpretação de possibilidades responsivas das crianças ao enunciado da professora. Destaca-se desse estudo que observar o que as crianças realizam em suas brincadeiras e interações pode de fato configurar um caminho para o professor abrir os olhos e a escuta ao que move a ação da criança e constitui sua cultura infantil.

  2. Estimativa dos coeficientes específicos de mortalidade infantil segundo peso ao nascer no município de São Paulo (Brasil An estimate of the specific infant mortality rates by birth-weight in the city of S. Paulo (Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Augusto Monteiro

    1981-12-01

    Full Text Available Foi estimada a distribuição do peso ao nascer da coorte dos recém-nascidos que deu origem aos óbitos infantis estudados pela Investigação Interamericana de Mortalidade na Infância no projeto de São Paulo (1968-70 e determinados os riscos de óbito associados a cada intervalo de peso de nascimento. Assim, foram apurados coeficientes de mortalidade infantil de 305,5, 50,2 e 34,4 para recém-nascidos de baixo peso, peso deficiente e peso superior a 3.000 g. A comparação destes coeficientes com os registrados na área americana incluída na investigação citada (Califórnia, revelou excesso de mortalidade, particularmente notável não para os recém-nascidos de baixo peso, mas para os recém-nascidos de peso superior a 3.000 g. O ajuste da mortalidade de São Paulo (Brasil à distribuição do peso ao nascer observada na Califórnia foi capaz de explicar 15% do excesso da mortalidade infantil e 21% do excesso da mortalidade neonatal de São Paulo.By means of the birth-rate distribution found to exist during the Inter-American Investigation of Mortality in Childhood in S. Paulo (1968-70 the infant death rate association with each birth-weight interval was estimated. The infant mortality rates were 305.5, 50.2 and 34.4 respectively for low birth-weight, deficient weight and weight above 3,000 grams. Compared with the rates found in California, USA, by the same Investigation, the infant mortality rates in S. Paulo are higher, particularly for mortality associated with birth-weight of above 3,000 grams. The adjustment of infant mortality rates in S. Paulo according to the birth-weight distribution found in California led to the conclusion that, at that period, only 15% of the excess of the infant mortality of S. Paulo could be attributed exclusively to birth-weight. In the case of neonatal mortality, 21% of the mortality excess in S. Paulo could be attributed to birth-weight.

  3. Tendências da mortalidade neonatal em São Luís, Maranhão, Brasil, de 1979 a 1996 Neonatal mortality trends in São Luís, Maranhão, Brazil, from 1979 to 1996

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valdinar Sousa Ribeiro

    2000-06-01

    Full Text Available O propósito do presente trabalho é avaliar a evolução da mortalidade neonatal em São Luís nos últimos 18 anos, classificá-la de acordo com os dias de vida e pelo critério de evitabilidade de óbitos da Fundação SEADE, a partir de dados do IBGE e do Ministério da Saúde. Detectou-se aumento da mortalidade neonatal, às custas de aumento expressivo do seu componente precoce, especialmente pelas causas reduzíveis por diagnóstico e tratamento precoce, e parcialmente reduzíveis por adequado controle da gravidez. A mortalidade infantil, desse modo, manteve-se inalterada, apesar do decréscimo do seu componente pós-neonatal. O aumento expressivo no coeficiente de mortalidade neonatal a partir de 1995 aponta para a queda na qualidade da assistência obstétrica e neonatal, talvez motivada pelo elevado percentual de cesáreas e pela superlotação dos berçários. A tendência de estabilidade ou aumento da mortalidade neonatal é semelhante à observada recentemente no Brasil como um todo e difere da observada em outras cidades brasileiras, nas quais foi descrita queda lenta, mas persistente, da mortalidade neonatal, em oposição a uma redução mais dramática em países desenvolvidos.This study examined neonatal mortality trends in São Luís in the last 18 years. The early and late components were assessed and causes were classified according to SEADE Foundation criteria based on reducibility of deaths and timing of prevention (during prenatal care, childbirth, or neonatal care. Data were derived from official live birth and death records. We detected an unexpected increase in the neonatal mortality rate, due primarily to a steep rise in early neonatal deaths. Causes reducible by early diagnosis and treatment (other specific infections and other neonatal respiratory causes and those partially reducible by adequate monitoring of pregnancy (preterm births, low birth weight, and respiratory distress syndrome showed the largest increase

  4. Saúde Ambiental e Atenção Primária à Saúde nos microterritórios: a taxa de mortalidade infantil para subsidiar a atuação da equipe de saúde

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Herling Gregorio Aguilar Alonzo

    2013-06-01

    Full Text Available Nos últimos 20 anos, o Sistema Único de Saúde no Brasil vem avançando no aprimoramento da atenção primaria e da vigilância em saúde ambiental. No País, também, melhorou a cobertura do saneamento básico. Mas existem iniquidades macrorregionais e são escassas as informações sobre os microterritórios, onde as ações básicas de saúde se concretizam. Descrever a influência das coberturas do sistema de abastecimento de água (SAA, esgotamento sanitário (ES e coleta de resíduos sólidos domiciliares (CRSD na taxa mortalidade infantil (TMI nas áreas de abrangência das unidades básicas de saúde (UBS do Distrito de Saúde Noroeste de Campinas-SP. Foi conduzido estudo ecológico com dados secundários referentes a 2000. As coberturas nas oito UBS: do SAA variou entre 96,3 %, de Valença, e 99,9 % de Integração; de ES entre 67 %, de Ipaussurama e 99,8 % de Integração; da CRSD entre 95,8 % de Florence e 99,9 % de Perseu e Integração. A TMI variou entre 5,5 ‰, na UBS Perseu e 22,9 ‰ Floresta. Observou-se que existe relação inversa, quanto maior a cobertura do SAA (R2=0,73, de ES (R2=0,78 e da CRSD (R2= 0,95 menor a TMI nas UBS. Além de outros fatores, o saneamento básico determina o processo saúde doença da população e conforme os achados, existem iniquidades também nos microterritórios de abrangência das UBS que devem ser consideradas pelos gestores e profissionais de saúde, principalmente, da atenção primária na pactuação das prioridades, ações e metas para atenção integral e vigilância em saúde e atuação intersetorial.

  5. Saúde Ambiental e Atenção Primária à Saúde nos microterritórios: a taxa de mortalidade infantil para subsidiar a atuação da equipe de saúde Salud Ambiental y Atención Primaria de Salud en los microterritorios: la tasa de mortalidad infantil para orientar los trabajos del equipo de salud Environmental Health and Primary Health Care in micro-territories: the infant mortality rate as a guide for the healthcare team

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Angelo Borsarelli Carvalho de Brito

    2013-06-01

    Full Text Available Nos últimos 20 anos, o Sistema Único de Saúde no Brasil vem avançando no aprimoramento da atenção primaria e da vigilância em saúde ambiental. No País, também, melhorou a cobertura do saneamento básico. Mas existem iniquidades macrorregionais e são escassas as informações sobre os microterritórios, onde as ações básicas de saúde se concretizam. Descrever a influência das coberturas do sistema de abastecimento de água (SAA, esgotamento sanitário (ES e coleta de resíduos sólidos domiciliares (CRSD na taxa mortalidade infantil (TMI nas áreas de abrangência das unidades básicas de saúde (UBS do Distrito de Saúde Noroeste de Campinas-SP. Foi conduzido estudo ecológico com dados secundários referentes a 2000. As coberturas nas oito UBS: do SAA variou entre 96,3 %, de Valença, e 99,9 % de Integração; de ES entre 67 %, de Ipaussurama e 99,8 % de Integração; da CRSD entre 95,8 % de Florence e 99,9 % de Perseu e Integração. A TMI variou entre 5,5 ‰, na UBS Perseu e 22,9 ‰ Floresta. Observou-se que existe relação inversa, quanto maior a cobertura do SAA (R2=0,73, de ES (R2=0,78 e da CRSD (R2= 0,95 menor a TMI nas UBS. Além de outros fatores, o saneamento básico determina o processo saúde doença da população e conforme os achados, existem iniquidades também nos microterritórios de abrangência das UBS que devem ser consideradas pelos gestores e profissionais de saúde, principalmente, da atenção primária na pactuação das prioridades, ações e metas para atenção integral e vigilância em saúde e atuação intersetorial.En los últimos 20 años, el Sistema Único de Salud en el Brasil ha mejorado la atención primaria de salud y la vigilancia de la salud ambiental. En Brasil, mejoró también la cobertura de saneamiento básico. Existen desigualdades macrorregionales y poca información sobre los microterritorios donde se llevan a cabo las acciones de la atención primaria. Se pretende describir la

  6. A consultoria em gestão realizada pelo contabilista como alternativa de redução da mortalidade das MPE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juarez Domingues Carneiro

    2005-03-01

    Full Text Available Este artigo tem por finalidade demonstrar que é possível reduzir a alta taxa de mortalidade das Micro e Pequenas Empresas no Brasil, na ordem de quase 50% nos dois primeiros anos, por meio da consultoria especializada em gestão, realizada por profissionais da contabilidade. O estudo tem como um de seus pilares, o estabelecimento de uma relação entre a Teoria Geral dos Sistemas e o Sistema de Gestão das Micro e Pequenas Empresas (MPE, tendo como seu subsistema principal a Consultoria em Gestão pelo Contabilista. O artigo ao mesmo tempo em que evidencia a presença constante do profissional da contabilidade nas MPE, desde o seu surgimento, também identifica uma série de causas que levam a essa mortalidade, principalmente na área de gestão, trazendo uma proposta de alternativa de redução de tal problemática, por intermédio, especialmente, da formação continuada do profissional da área contábil. This artide aims to show that it is possible to reduce the high mortality rate ofMicro and 5mall Enterprises (M5Es in Brazil, reaching almost 50% in the twofirst years, by means of consultancy, specialized in Gestion, given byaccounting professionals. One of the main fundaments of this study is theestablishment of a relationship between 5ystems General Theory and Gestion5ystem of Micro and 5mall Enterprises having as its most relevant subsystems,the Gestion Consultancy by the Accountant. Besides highlighting the frequentpresence of the Accounting Professional in the M5Es since those were firstcreated, this artide also identities series of causes that lead to theirmortality, mainly in the Gestion Area, bringing an alternative proposal ofreducing such a problem, especially through the continued education of theaccounting area professional.

  7. Psicologia Escolar em educação infantil: reflexões de uma atuação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tatiana Vokoy

    Full Text Available O modelo de Educação Infantil tem sido alterado à medida que a criança passa a ser vista como sujeito de educação, com necessidade de atendimento qualificado. O trabalho do psicólogo escolar permeia questões relacionadas ao desenvolvimento integral da criança, abrangendo aspectos cognitivos, afetivos e motores. A pesquisa foi desenvolvida em uma instituição de Educação Infantil de Brasília com objetivo de conhecer a prática educativa e a atuação do psicólogo escolar. Foram realizadas entrevistas com a equipe psicopedagógica e observações de atividades da rotina escolar. Concluímos que o modelo de atuação do psicólogo deve ser fundamentado no paradigma interdisciplinar, contextual e crítico. Este estudo vislumbra novas possibilidades para repensar o processo de construção do papel do psicólogo escolar na Educação Infantil.

  8. Evolução e distribuição espacial da mortalidade por causas externas em Salvador, Bahia, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eni Devay de Freitas

    Full Text Available A partir de 1980, as mortes violentas vêm se destacando como segunda principal causa de óbito no Brasil, tornando-se um importante problema de saúde pública. Este trabalho tem como objetivo descrever a evolução e a distribuição espacial das mortes violentas no espaço urbano de Salvador, uma cidade do Nordeste do Brasil, nos anos de 1988, 1991 e 1994. Trata-se de um estudo ecológico, cujos dados de mortalidade foram obtidos das Declarações de Óbito e dos arquivos do Instituto Médico Legal. Observou-se um aumento de 34,6% no número de mortes violentas entre os anos de 1988 e 1994. As maiores taxas de mortalidade ocorreram no sexo masculino nas faixas etárias de 20-29 (192,0 a 262,0/100.000 anos e de 65 anos ou mais (188,7 a 258,1/100.000. Os homicídios destacaram-se como primeira causa de morte em cerca de 75% dos distritos sanitários. Os autores discutem a necessidade de políticas públicas integradas e um conhecimento interdisciplinar para explicar as causas e enfrentar o problema da violência.

  9. Evolução e distribuição espacial da mortalidade por causas externas em Salvador, Bahia, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Freitas Eni Devay de

    2000-01-01

    Full Text Available A partir de 1980, as mortes violentas vêm se destacando como segunda principal causa de óbito no Brasil, tornando-se um importante problema de saúde pública. Este trabalho tem como objetivo descrever a evolução e a distribuição espacial das mortes violentas no espaço urbano de Salvador, uma cidade do Nordeste do Brasil, nos anos de 1988, 1991 e 1994. Trata-se de um estudo ecológico, cujos dados de mortalidade foram obtidos das Declarações de Óbito e dos arquivos do Instituto Médico Legal. Observou-se um aumento de 34,6% no número de mortes violentas entre os anos de 1988 e 1994. As maiores taxas de mortalidade ocorreram no sexo masculino nas faixas etárias de 20-29 (192,0 a 262,0/100.000 anos e de 65 anos ou mais (188,7 a 258,1/100.000. Os homicídios destacaram-se como primeira causa de morte em cerca de 75% dos distritos sanitários. Os autores discutem a necessidade de políticas públicas integradas e um conhecimento interdisciplinar para explicar as causas e enfrentar o problema da violência.

  10. Tendência temporal da mortalidade por doenças infecciosas intestinais em crianças menores de cinco anos de idade, no estado de São Paulo, 2000-2012

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Soares Martins

    Full Text Available Resumo OBJETIVO: analisar a tendência temporal da mortalidade por doenças infecciosas intestinais (DII em crianças menores de cinco anos de idade no estado de São Paulo e suas Redes Regionais de Atenção à Saúde (RRAS, no período 2000-2012. MÉTODOS: estudo de série temporal sobre os óbitos com causa básica, antecedente ou contribuinte de morte por DII, obtidos a partir do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM. RESULTADOS: ocorreram 2.886 óbitos por DII no estado; a taxa de mortalidade por DII apresentou diminuição de 10,5% ao ano (intervalo de confiança de 95% 4,8; 15,8%; em 13 das 17 RRAS ocorreu diminuição significativa da taxa de mortalidade, com decréscimo anual variável entre 16,6 e 8,3% ao ano. CONCLUSÃO: a taxa de mortalidade por DII apresentou decréscimo significativo na maioria das RRAS, com diferentes velocidades, possível reflexo das desigualdades das condições socioeconômicas e de organização das redes de atenção à saúde.

  11. Análise espacial de indicadores integrados determinantes da mortalidade por diarreia aguda em crianças menores de 1 ano em regiões geográficas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Helena Ferraz Bühler

    2014-10-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo é realizar a análise espacial de indicadores integrados de ambiente e saúde relativos aos fatores condicionantes da mortalidade por diarreia em menores de 1 ano nas regiões brasileiras no ano de 2010. Foram formulados 7 indicadores socioambientais, construídos a partir do banco de dados do Sistema IBGE de Recuperação Automática do Censo Demográfico de 2010. Os dados de óbitos por diarreia em crianças menores de 1 ano e de nascidos vivos foram obtidos das bases de dados dos Sistemas de Informação de Mortalidade e do Sistema de Informação de Nascidos Vivos do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde. As microrregiões situadas nas regiões Norte e Nordeste, apresentaram, em 2009, respectivamente, 5 e 4 vezes mais taxa de mortalidade por diarreia em menores de 1 ano, que a região Sul. As crianças menores de 1 ano residentes nas microrregiões localizadas nas regiões Norte e Nordeste estão mais expostas ao risco de óbito pela diarreia, uma vez que nestes locais concentram-se os piores valores para os indicadores socioambientais relacionados à pobreza e ao saneamento básico. Neste sentido, políticas públicas sociais, econômicas, ambientais, culturais e de saúde devem embasar-se no princípio de equidade para atender as diferentes necessidades locais de cada região.

  12. The role of vitamin A in reducing child mortality and morbidity and improving growth El papel de la vitamina A en la reducción de la mortalidad y morbilidad infantiles y en la mejoría del crecimiento

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    USHA RAMAKRISHNAN

    1998-03-01

    Full Text Available This is an update of knowledge on the role of the vitamin A status in determining child mortality, morbidity and growth. Recent information confirms the earlier conclusion of Beaton et al. that a 23% reduction in young child mortality results following improvements in the vitamin A status. Studies show that the mortality effect is primarily due to reductions in deaths due to acute gastroenteritis and measles but not acute respiratory infections (ARI and malaria. While improvement of the vitamin A status enhances the survival of older preschool children, it remains unclear whether it benefits infants (i.e. La presente es una revisión del conocimiento actual sobre el papel de la vitamina A en la mortalidad, morbilidad y crecimiento infantiles. Recientemente, algunas investigaciones han confirmado la conclusión de Beaton y colaboradores (1993 que indica que se puede reducir la mortalidad infantil en un 23% mejorando el estado de la vitamina A. Se ha demostrado que este efecto se debe a la reducción de la mortalidad por gastroenteritis aguda y sarampión y no por infecciones respiratorias agudas y paludismo. Queda claro que el mejoramiento del estado de la vitamina A favorece la sobrevivencia de los niños prescolares mayores; sin embargo, no se ha definido si también beneficia a los infantes (<6 meses. El suplemento de vitamina A no reduce la incidencia total ni la prevalencia de enfermedades comunes de la niñez; sin embargo, sí reduce la incidencia de episodios graves de diarrea. Asimismo, tal suplementación, ya sea durante o inmediatamente después de la enfermedad, no mejora la sintomatología. Finalmente, en contra de lo esperado, estudios recientes con asignación aleatoria a grupos que reciben vitamina A o un placebo indican que la vitamina A no mejora el crecimiento de los niños.

  13. Bacterial Resistance and Mortality in an Intensive Care Unit Resistencia bacteriana y mortalidad en un Centro de Terapia Intensiva Resistência bacteriana e mortalidade em um centro de terapia intensiva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Cristina de Oliveira

    2010-12-01

    Full Text Available The goal was to identify risk factors for healthcare-associated infections by resistant microorganisms and patient mortality in an Intensive Care Unit. A prospective and descriptive epidemiological research was conducted from 2005 till 2008, involving 2300 patients. Descriptive statistics, bivariate and multivariate logistic regression analysis were used. In bivariate analysis, infection caused by resistant microorganism was significantly associated to patients with community-acquired infection (p=0.03; OR=1.79 and colonization by resistant microorganism (pSe objetivó identificar factores de riesgo para el desarrollo de infecciones relacionadas al cuidar en salud, por microorganismos resistentes, y también investigar su relación con la mortalidad de los pacientes en un centro de terapia intensiva. Se trata de un estudio epidemiológico prospectivo realizado entre 2005 y 2008, envolviendo 2.300 pacientes. Se utilizó la estadística descriptiva y el análisis de regresión logístico bivariado y multivariado. En el análisis bivariado, la infección por microorganismos resistentes estuvo significativamente asociada a pacientes con infección comunitaria (p=0,03; OR=1,79 y a la colonización por microorganismo resistente (pObjetivou-se identificar fatores de risco para o desenvolvimento de infecções, relacionadas ao cuidar em saúde, por microrganismos resistentes e a mortalidade dos pacientes em um centro de terapia intensiva. Trata-se de estudo epidemiológico prospectivo, realizado entre 2005 e 2008, envolvendo 2.300 pacientes. Utilizou-se estatística descritiva, análise de regressão logística bivariada e multivariada. Na análise bivariada, a infecção por microrganismo resistente esteve significativamente associada a pacientes com infecção comunitária (p=0,03; OR=1,79 e colonização por microrganismo resistente (p<0,01; OR=14,22. Na análise multivariada, severidade clínica C (p=0,03; OR=0,25 e colonização por microrganismo

  14. Ingresso e mortalidade em uma floresta em diferentes estágios sucessionais no município de Castanhal, Pará Recruitment and mortality in a forest in different successional stages in Castanhal, Pará

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberta de Fátima Rodrigues Coelho

    2003-12-01

    Full Text Available O presente trabalho descreve o ingresso e a mortalidade em uma floresta em diferentes estágios sucessionais, no município de Castanhal, Pará. A área de estudo está localizada na Estação Experimental da Universidade Federal Rural da Amazônia. As parcelas foram implantadas em áreas de florestas sucessionais de diferentes idades (4, 8 e 12 anos. Nas florestas sucessionais de 4 e 8 anos foram utilizadas quatro parcelas de 10m x 10m e na floresta de 12 anos foram, 12 parcelas de 10m x 10m. Realizaram duas medições de todos os indivíduos com DAP>1cm, em intervalos de 12 meses, nas florestas sucessionais de 4 e 8 anos; e intervalo de 18 meses na floresta de 12 anos. Foram calculadas as taxas de ingresso e de mortalidade. Na floresta de 4 anos o ingresso foi maior que a mortalidade. Nas florestas sucessionais de 8 e 12 anos as densidades diminuíram, perdendo mais indivíduos por mortalidade do que ganhando por ingresso. Lacistema pubescens, Myrcia silvatica, Vismia guianensis, Rollinia exsucca e Miconia ciliata apresentaram muitos indivíduos mortos nas florestas estudadas.The present work describe recruitment and mortality in a forest in different successional stages in Castanhal, Pará. The study area is located at the Experimental Research Station of the Universidade Federal Rural da Amazônia. Twelve 10m x 10m study plots were established in a 12-year-old secondary forest, and four 10m x 10m study plots were demarcated in a 4-year-old and an 8-year-old secondary forest. We measured diameter and height of all individuals with DBH>1cm at a 12-month interval in the 4 and 8-year-old stands, and an 18-month interval in the 12-year-old stand. Using this inventory data we calculated recruitment and mortality rates. In the 4-year-old forest, recruitment was greater than mortality, while in the 8 and 12-year-old forests experienced net mortality, as density declined over the measurement interval. Lacistema pubescens, Myrcia sylvatica, Vismia

  15. Mortalidade por câncer de mama e câncer de colo do útero em município de porte médio da Região Sudeste do Brasil, 1980-2006

    OpenAIRE

    Rodrigues,Anselmo Duarte; Bustamante-Teixeira,Maria Teresa

    2011-01-01

    Analisar a tendência da mortalidade por câncer de mama e câncer de colo do útero em mulheres residentes no Município de Juiz de Fora, Minas Gerais, Brasil, no período de 1980 a 2006. Os dados sobre os óbitos foram obtidos do Sistema de Informação sobre Mortalidade; as taxas de mortalidade específicas foram calculadas por idade e padronizadas pela população mundial. Para análise de tendência, foram aplicados modelos de regressão polinomial. O câncer de mama foi a principal causa de óbito entre...

  16. Significado cultural dos bens de consumo em um concurso de beleza infantil

    OpenAIRE

    Netto, Carla Freitas Silveira

    2010-01-01

    A presente dissertação tem como objetivo ampliar o conhecimento sobre o significado cultural dos bens de consumo, tendo como objeto o fenômeno dos concursos de beleza infantil e suas candidatas. Primeiramente, descrevo os concursos de beleza (adulto e infantil) expondo as principais discussões já geradas sobre o assunto, a fim de apresentar o contexto da pesquisa. Depois, realizo uma revisão teórica da temática dos significados culturais dos bens de consumo, do modelo de movimentação destes s...

  17. Completude do sistema de informação sobre mortalidade por suicídio em idosos no estado da Bahia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcela Andrade Rios

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a completude dos dados do Sistema de Informação sobre Mortalidade sobre os óbitos por suicídio em idosos no estado da Bahia, no período de 1996 a 2010. MÉTODOS: Estudo epidemiológico, de desenho ecológico, com base em dados dos óbitos de idosos por suicídios, no estado da Bahia, disponibilizados no Sistema de Informação sobre Mortalidade, referentes ao período de 1996 a 2010, sendo calculada a incompletude das variáveis relacionadas aos óbitos e analisada por meio de um escore. Realizou-se análise de tendência temporal dos dados de incompletude por meio da estimação de modelos de regressão polinomial, utilizando o programa SPSS 15.0, com nível de significância de 5%. RESULTADOS: Registrou-se no período um total de 625 casos de suicídio em idosos. As taxas de não completude oscilaram de acordo com a variável e o ano, destacando-se raça/cor, escolaridade, fonte de informação e assistência médica como aquelas com os maiores índices de não preenchimento. Houve tendência decrescente para a não completude dos dados quanto a grau de instrução, raça/cor, fonte da informação e realização de necropsia para confirmação da causa básica do óbito. Para as demais variáveis não foram encontrados valores estatisticamente significantes nos modelos testados. CONCLUSÃO: Verificou-se melhoria na completude dos dados de suicídios em idosos na Bahia, sendo observadas tendências decrescentes ou não significativas estatisticamente.

  18. Atividade do acaricida etoxazol sobre a mortalidade e reprodução do ácaro-da-leprose Brevipalpus phoenicis (Geijskes (Acari: Tenuipalpidae, em citros

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Juari Celoto

    2010-12-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi avaliar a atividade do acaricida etoxazol, no controle e reprodução do ácaro B. phoenicis. Para tanto, foram demarcadas com cola adesiva arenas de cinco centímetros de diâmetro em frutos de citros com alta infestação do ácaro. O ensaio foi delineado em parcelas inteiramente casualizadas, com oito tratamentos e quatro repetições. Em cada arena foram contados o número de ácaros adultos, jovens e ovos. Os tratamentos constaram dos seguintes acaricidas e doses em g i.a./100 L de água: etoxazol 110 SC (1,1; 1,65; 2,75 e 5,5; hexitiazoxi 500 PM (0,75; flufenoxuron 100 CE (3; cihexatina 500 PM (25, aplicados diretamente sobre as arenas. Os frutos foram mantidos em câmara de germinação tipo BOD. com temperatura de 25 ± 2 ºC e fotofase de 12 horas. Diariamente, foram contados o número de ácaros adultos, jovens e ovos, com auxílio de microscópio esteroscópio. Os parâmetros avaliados foram a atividade ovicida, esterilização de fêmeas e efeito sobre formas jovens. Constatou-se que o etoxazol provocou mortalidade de formas jovens do ácaro-da-leprose superior a 95%, nas doses a partir de 1,1 g i.a. /100 L de água. Ovos tratados com etoxazol, nas doses a partir de 1,65 g i.a. /100 L de água, apresentaram inviabilidade média de 60%. O etoxazol apresentou efeito esterilizante sobre fêmeas nas doses a partir de 2,75 g i.a./100 L de água, inviabilizando 95% dos ovos.

  19. Padrão de mortalidade por câncer em trabalhadores eletricitários A cancer mortality pattern in Brazilian electrical workers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Inês E. Mattos

    2002-02-01

    Full Text Available O trabalho analisa a mortalidade por câncer de uma coorte de 10.017 trabalhadores de empresa geradora de eletricidade, no período 1978-1994. A análise das Razões Padronizadas de Mortalidade mostrou que os eletricitários apresentam menor mortalidade geral (0,47 (0,43-0,51 e pelos diferentes grupos de causas de morte, inclusive neoplasmas (0,73 (0,60-0,90, em comparação com a população do mesmo sexo e faixa etária do Rio de Janeiro. Foram observadas Razões Padronizadas de Mortalidade por Câncer maiores do que a unidade para neoplasias de intestino delgado (10,35 (3,34-32,09; vesícula biliar (2,64 (0,99-7,03; pâncreas (1,83 (0,91-3,66; rim (2,91 (1,39-6,10; bexiga (2,60 (0,58-4,12 e melanoma (1,82 (0,46-7,28. Uma importante limitação do estudo é a coorte ser constituída por indivíduos jovens, com menos de 15 anos de serviço. O número limitado de óbitos por localização anatômica não propiciou estabilidade aos resultados das análises estatísticas, evidenciando-se em alguns intervalos de confiança amplos e sem significância estatística. Devido às limitações, os resultados obtidos são de difícil interpretação, à luz do conhecimento disponível.This study provides the cancer mortality pattern for a cohort of 10,017 electric power plant workers from 1978 to 1994. Standard mortality ratio (SMR analysis showed lower mortality from all causes (0.47: 0.43-0.51 and from all groups of causes including neoplasms (0.73: 0.60-0.90 among these workers, in comparison with the same sex and age bracket in Rio de Janeiro. In relation to specific cancer sites, standard cancer mortality ratios (SCMRs greater than one were observed for neoplasms of the small bowel (10.35: 3.34-32.09, gallbladder (2.64: 0.99-7.03, pancreas (1.83: 0.91-3.66, kidney (2.91: 1.39-6.10, and bladder (2.60: 0.58-4.12, as well as for melanoma (1.82: 0.46-7.28. Important limitations were the workers' relatively young age and the short period of time since job

  20. Hipertrofia ventricular e mortalidade cardiovascular em pacientes de hemodiálise de baixo nível educacional Hipertrofia ventricular y mortalidad cardiovascular en pacientes de hemodiálisis de bajo nivel educativo Ventricular hypertrophy and cardiovascular mortality in hemodialysis patients with low educational level

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosana dos Santos e Silva Martin

    2012-01-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A hipertrofia ventricular esquerda é potente preditor de mortalidade em renais crônicos. Estudo prévio de nosso grupo mostrou que renais crônicos com menor escolaridade têm hipertrofia ventricular mais intensa. OBJETIVO: Ampliar estudo prévio e verificar se a hipertrofia ventricular esquerda pode justificar a associação entre escolaridade e mortalidade cardiovascular de pacientes em hemodiálise. MÉTODOS: Foram avaliados 113 pacientes entre janeiro de 2005 e março de 2008 e seguidos até outubro de 2010. Foram traçadas curvas de sobrevida comparando a mortalidade cardiovascular, e por todas as causas dos pacientes com escolaridade de até três anos (mediana da escolaridade e pacientes com escolaridade igual ou superior a quatro anos. Foram construídos modelos múltiplos de Cox ajustados para as variáveis de confusão. RESULTADOS: Observou-se associação entre nível de escolaridade e hipertrofia ventricular. A diferença estatística de mortalidade de origem cardiovascular e por todas as causas entre os diferentes níveis de escolaridade ocorreu aos cinco anos e meio de seguimento. No modelo de Cox, a hipertrofia ventricular e a proteína-C reativa associaram-se à mortalidade por todas as causas e de origem cardiovascular. A etiologia da insuficiência renal associou-se à mortalidade por todas as causas e a creatinina associou-se à mortalidade de origem cardiovascular. A associação entre escolaridade e mortalidade perdeu significância estatística no modelo ajustado. CONCLUSÃO: Os resultados do presente trabalho confirmam estudo prévio e demonstram, ademais, que a maior mortalidade cardiovascular observada nos pacientes com menor escolaridade pôde ser explicada por fatores de risco de ordem bioquímica e de morfologia cardíaca.FUNDAMENTO: La hipertrofia ventricular izquierda es potente predictor de mortalidad en renales crónicos. Estudio previo de nuestro grupo mostró que renales crónicos con menor

  1. Valor preditivo da frequência cardíaca em repouso do teste ergométrico na mortalidade Valor predictivo de la frecuencia cardíaca en reposo del test ergométrico en la mortalidad Predictive value of resting heart rate for cardiovascular and all-cause mortality

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jaqueline Eilert Fagundes

    2010-12-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A frequência cardíaca em repouso (cuja média está entre 60 e 80 bpm é uma das mais simples variáveis cardiovasculares e tem sido considerada como um preditor de mortalidade cardiovascular e geral. OBJETIVO: Avaliar o valor preditivo da frequência cardíaca em repouso (FCR, antes do teste ergométrico (TE, na mortalidade cardiovascular (CV e geral. MÉTODOS: Estudo de caso-controle, que utilizou informações contidas nos bancos de dados do laboratório de ergometria de um hospital especializado em cardiologia e os registros de óbitos da Secretaria da Saúde em uma cidade do sul do Brasil, de janeiro de 1995 a junho de 2007. Foram analisados 7.055 pacientes, sendo 1.645 (23,3% do grupo caso (óbitos e 5.410 (76,7% do grupo controle (vivos. Foi calculado o ponto de corte da FCR para mortalidade, através da curva ROC e realizada a análise multivariada para as variáveis selecionadas. Os desfechos foram mortalidade CV e geral. RESULTADOS: A incidência de mortalidade CV foi de 674 casos (9,5%; a FCR > 78 bpm foi o ponto de corte. Após ajustado para as variáveis selecionadas, o odds ratio (OR para FCR > 78 bpm foi de 3,5 (IC 95% = 2,9 - 4,2 para mortalidade CV e 3,6 (IC 95% = 3,2 - 4,0 para mortalidade geral. CONCLUSÃO: A FCR > 78 bpm é um preditor independente de mortalidade cardiovascular e geral.FUNDAMENTO: La frecuencia cardíaca en reposo (cuya media está entre 60 y 80 lpm es una de las más simples variables cardiovasculares y ha sido considerada como un predictor de mortalidad cardiovascular y general.' OBJETIVO: Evaluar el valor predictivo de la frecuencia cardíaca en reposo (FCR, antes del test ergométrico (TE, en la mortalidad cardiovascular (CV y general. MÉTODOS: Estudio de caso-control, que utilizó informaciones contenidas en los bancos de datos del laboratorio de ergometría de un hospital especializado en cardiología y los registros de óbitos de la Secretaría de Salud en una ciudad del sur del Brasil

  2. Mortalidad infantil por malformaciones congénitas y condición socioeconómica: el caso de la Argentina Infant mortality due to congenital malformations and socioeconomic status: the case of Argentina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rubén A. Bronberg

    2012-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Relacionar la tasa de mortalidad infantil por malformaciones congénitas (TMIMC y el porcentaje de muertes por malformaciones congénitas (%MMC con las características sociodemográficas y económicas en la Argentina. MÉTODOS: La población estudiada de la Argentina reside en 511 departamentos de 23 provincias, agrupadas en cinco regiones geográficas (Noroeste, Noreste, Centro, Cuyo y Patagonía. Las variables analizadas fueron la TMLMC y el %MMC calculados a partir de los nacimientos y las defunciones del quinquenio 2002-2006. Además, se utilizaron 21 variables del Censo de Población y Vivienda del 2001 (Instituto Nacional de Estadística y Censos de Argentina para construir el Indicador Sociodemográfico y Económico (ISDE mediante el análisis de componentes principales. Se realizaron pruebas de comparación para valorar si aparecían diferencias significativas entre las distintas regiones y las correlaciones entre indicadores, y de estos con la latitud y longitud departamental. RESULTADOS: La TMIMC no presentó correlación significativa con el ISDE ni con las coor denadas geográficas. El %MMC y el ISDE presentaron una correlación positiva significativa (P OBJECTIVE: Compare the infant mortality rate due to congenital malformations ( IMRCM and the percentage of deaths due to congenital malformations (%DCM with sociodemographic and economic characteristics in Argentina. METHODS: The Argentine study population resided in 511 departments of 23 provinces, grouped into five geographic regions (Northwest, Northeast, Central, Cuyo, and Patagonia. The analyzed variables were the IMRCM and the %DCM calculated on the basis of births and deaths during 2002-2006 period. In addition, 21 variables were used from the 2001 Population and Housing Census (National Census and Statistics Institute of Argentina to construct the Sociodemographic and Economic Indicator (SDEI through the analysis of principal components. Comparison tests were

  3. Promoção de normas de qualidade dos cuidados de enfermagem em saúde infantil e pediátrica

    OpenAIRE

    Rainha, Cláudia Bargão D' Arbuez Gomes

    2013-01-01

    Resumo O presente relatório surge no âmbito do Curso de Mestrado em Enfermagem de Saúde Infantil e Pediátrica e retrata o meu percurso experienciado nos diferentes contextos de assistência à criança/ jovem e família com vista ao desenvolvimento de conhecimentos, capacidades e competências no que concerne à minha atuação e intervenção como futura Enfermeira Especialista de Saúde Infantil e Pediátrica. Desenvolver competências no âmbito do desenvolvimento de normas de qualidade nos Cuidad...

  4. Estudo da sintomatologia depressiva e ansiosa em crianças com e sem obesidade

    OpenAIRE

    Morgado, Joana Alexandra da Silva

    2013-01-01

    A obesidade infantil constitui um problema de saúde pública, o que motivou a sua classificação pela WHO como “epidemia do seculo XXI”. Como se não bastasse, surge sempre associada ao aumento quer da mortalidade, quer da morbilidade. Este estudo procura perceber em que medida as crianças com obesidade infantil diferem das crianças sem obesidade em termos de sintomatologia depressiva e ansiosa. O desenho do estudo é de natureza transversal e comparativa. A amostra é composta por 85 crianças, co...

  5. O impacto da Publicidade televisiva no consumo infantil (O caso do McDonald´s em Portugal)

    OpenAIRE

    Rodrigues, Sara Catarina Cardoso

    2014-01-01

    Dissertação, Mestrado, Marketing, Instituto Politécnico de Santarém, Escola Superior de Gestão e Tecnologia, 2014 Nesta Dissertação são apresentados os resultados de uma investigação sobre o impacto que a Publicidade televisiva tem no consumo infantil de Fast Food, reportando-nos especificamente ao caso do McDonald´s em Portugal. Ou seja, pretende-se perceber efetivamente se uma variável tem influência direta sobre a outra, e se esse nível de influência é ou não relevante. Trata-se d...

  6. Malformações, abortos e mortalidade embrionária em ovinos causada pela ingestão de Mimosa tenuiflora (Leguminosae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Rômulo Soares dos Santos

    2012-11-01

    como controle, pariram cordeiros normais. Conclui-se que M. tenuiflora, além de causar malformações causa, também, mortalidade embrionária e abortos em ovelhas.

  7. Mortalidade por insuficiência cardíaca: análise ampliada e tendência temporal em três estados do Brasil Mortalidad por insuficiencia cardiaca: análisis ampliado y tendencia temporal en tres estados de Brasil Mortality due to heart failure: extended analysis and temporal trend in three states of Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eduardo Nagib Gaui

    2010-01-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A insuficiência cardíaca (IC é uma doença crônica de grande prevalência e altas taxas de mortalidade. A mortalidade por IC, no Brasil, tem sido estudada mais frequentemente com dados de internações hospitalares. OBJETIVO: Avaliar as taxas de mortalidade por IC, por sexo e faixa etária, no conjunto dos estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Rio Grande do Sul, de 1999 a 2005. MÉTODOS: As informações foram obtidas dos atestados de óbito examinados nos três estados. A mortalidade por IC foi avaliada em modo restrito (causa básica de morte, modo abrangente (presente em qualquer linha do atestado e modo ampliado (todos os códigos com presença de IC. RESULTADOS: As taxas específicas de mortalidade apresentaram tendências de quedas nítidas nos grupos de idade, exceto nos de 80 anos ou mais. As taxas aumentaram com a idade, sendo maiores nos homens, de forma clara, até os 80 anos. As taxas de mortalidade por IC foram três vezes maiores no modo abrangente do que no modo restrito. O modo ampliado acrescentou ainda 20% de óbitos em que havia IC. CONCLUSÃO: Os resultados deste estudo demonstram tendências de quedas nas taxas de mortalidade por IC no conjunto dos três estados - cerca de 43% do Brasil -, de 1999 a 2005. A metodologia de causas múltiplas de morte, além das básicas, permite apresentar dimensão mais abrangente da importância da IC como causa de óbito. A seleção adequada dos códigos da Classificação Internacional de Doenças (CID, que compreendem a totalidade do fenômeno de IC, permanece como desafio para futuros estudos.FUNDAMENTO: La insuficiencia cardiaca (IC es una enfermedad crónica de gran prevalencia y altas tasas de mortalidad. La mortalidad por IC, en Brasil, se ha estudiado más frecuentemente con datos de internaciones hospitalarias. OBJETIVO: Evaluar las tasas de mortalidad por IC, por sexo e intervalo de edades, en el conjunto de los estados de Rio de Janeiro, São Paulo y Rio Grande

  8. Cancer incidence, hospital morbidity, and mortality in young adults in Brazil Incidencia, morbilidad hospitalaria y mortalidad por cáncer en adultos jóvenes en Brasil Incidência, morbidade hospitalar e mortalidade por câncer em adultos jovens no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosalina Jorge Koifman

    2013-05-01

    ón epidemiológico de cáncer en adultos jóvenes en Brasil con características regionales de distribución.No mundo, ainda são relativamente poucos os estudos sobre a incidência e mortalidade por câncer em adultos jovens. O objetivo foi explorar a distribuição de câncer em adultos jovens no Brasil. Foi realizado um estudo descritivo da incidência (capitais selecionadas, da morbidade hospitalar e da mortalidade (Brasil e capitais selecionadas por câncer aos 20-24 anos, no período de 2000-2002, e da evolução das taxas de mortalidade por câncer no Brasil no período de 1980-2008, na mesma população. O câncer de testículo foi a principal localização anatômica em homens; e as neoplasias da glândula tireoide, do colo de útero e a doença de Hodgkin nas mulheres. O câncer de encéfalo foi a principal causa de óbito por câncer em ambos os sexos, e a tendência temporal da mortalidade mostra um aumento da mortalidade por câncer de encéfalo em homens e pela leucemia linfoide em ambos os sexos. Em conjunto, os resultados apresentados retratam um padrão epidemiológico de câncer em adultos jovens no Brasil com características regionais de distribuição.

  9. Prevalência de sobrepeso e obesidade infantil em instituições de ensino: públicas vs. privadas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Marcelo de Queiroz Miranda

    2015-04-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: dados epidemiológicos indicam que a obesidade infantil está aumentando na população brasileira e é apontada como um fator de risco para o desenvolvimento precoce de doenças crônicas. A obesidade tem sido caracterizada pelo aumento do tecido adiposo e do peso corporal. OBJETIVO: diagnosticar e comparar a prevalência de sobrepeso e obesidade em escolares da rede pública EPU e privada EPR. Além disso, foi feita uma correlação entre o IMC e o percentual de gordura corporal em crianças de ambos os sexos. MÉTODOS: foram avaliadas variáveis antropométricas IMC e DOC de meninos n = 91 e meninas n = 109 entre 8 e 10 anos de idade. Foi observada maior prevalência de sobrepeso em meninos 19,6% e meninas 25,5% da EPR em comparação com meninos 6,7% e meninas 8,1% da EPU. O nível de obesidade também foi maior em meninos 34,8% e meninas 31,9% da EPR quando comparado com meninos 6,7% e meninas 6,5% da EPU. Obteve-se correlação positiva entre as variáveis de IMC e percentual de gordura corporal de meninos r = 0,82 e meninas r = 0,85. RESULTADOS: os resultados sugerem que, apesar do aumento em todas as classes sociais, o sobrepeso e a obesidade mostram-se mais presentes naqueles com poder econômico maior, verificando-se, portanto, uma relação socioeconômica. Essa constatação pode levar a um estado de saúde mais próximo do polo negativo. CONCLUSÃO: a análise do IMC demonstrou ser um índice para determinação eficiente de sobrepeso e obesidade em crianças.

  10. Mortalidade por doenças cardiorrespiratórias em idosos no estado de Mato Grosso, 1986 a 2006 Mortalidad por enfermedades cardiorrespiratorias en ancianos en el Estado de Mato Grosso, 1996 a 2006 Mortality due to cardiorespiratory diseases in elderly people in Mato Grosso state, 1986 to 2006

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cleber Nascimento do Carmo

    2010-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever a evolução temporal da mortalidade por doenças cardiorrespiratórias em idosos. MÉTODOS: Estudo epidemiológico descritivo com delineamento ecológico de séries temporais realizado no estado do Mato Grosso, de 1986 a 2006. Foram utilizados dados sobre doenças dos aparelhos respiratório e circulatório obtidos do Sistema de Informação sobre Mortalidade do Ministério da Saúde. Modelos de regressão linear simples foram ajustados para avaliar a tendência das taxas específicas de mortalidade por grupos específicos de idade (60 a 69, 70 a 79 e 80 ou mais anos e sexo. RESULTADOS: Houve aumento na proporção de óbitos por doenças respiratórias e diminuição por doenças cardiovasculares. Na comparação de taxas entre os sexos, as mulheres apresentaram taxas 15% menores para as causas cardiovasculares e taxas similares ao sexo masculino para as causas respiratórias. Foi observada taxa elevada de mortalidade por doenças respiratórias e cardiovasculares, com importante tendência de incremento entre os grupos mais longevos. Em idosos com idade > 80 anos o aumento anual médio na taxa de mortalidade por doenças respiratórias foi de 1,99 óbitos e de 3,43 por doenças do aparelho circulatório. CONCLUSÕES: O estado de Mato Grosso apresenta elevada taxa de mortalidade por doenças respiratórias e cardiovasculares em idosos, com importante tendência de incremento entre os grupos mais longevos.OBJETIVO: Describir la evolución temporal de la mortalidad por enfermedades cardiorrespiratorias en ancianos. MÉTODOS: Estudio epidemiológico descriptivo con delineamiento ecológico de series temporales realizado en el Estado de Mato Grosso, Centro-Oeste de Brasil, de 1986 a 2006. Se utilizaron datos sobre enfermedades de los aparatos respiratorio y circulatorio obtenidos del Sistema de Información sobre Mortalidad del Ministerio de la Salud. Modelos de regresión lineal simple fueron ajustados para evaluar la

  11. Perfil e trajetória de educadores em instituição de acolhimento infantil Profile and trajectory of shelter educators work

    OpenAIRE

    Lília Iêda Chaves Cavalcante; Laiane Da Silva Corrêa

    2012-01-01

    Este estudo identificou aspectos da trajetória pessoal, profissional e institucional de educadores de abrigo, assim como sua percepção e satisfação com as atividades realizadas em uma instituição de acolhimento. Foram entrevistados 102 educadores que trabalhavam em um abrigo infantil da Região Metropolitana de Belém. O perfil traçado mostra que todos os entrevistados pertencem ao sexo feminino, sendo a maioria ainda jovem, com no máximo 35 anos, com filhos, já tendo concluído ou ainda frequen...

  12. Evolução da mortalidade por câncer cérvico-uterino em Salvador - BA, 1979-1997 Evolution of the mortality for cervico-uterine cancer in Salvador - BA, 1979-1997

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Susanne Andrade Derossi

    2000-12-01

    Full Text Available O câncer cérvico-uterino, quando diagnosticado e tratado precocemente, constitui-se em uma causa de morte perfeitamente evitável. Entretanto, no Brasil, a mortalidade por esta causa ainda é elevada, persistindo como problema de saúde pública. O objetivo deste trabalho é descrever a evolução da mortalidade e estimar os anos potenciais e produtivos de vida perdidos por esta neoplasia, em Salvador-Bahia, entre 1979 e 1997. Trata-se de um estudo de agregados de série temporal, no qual foram considerados todos os óbitos de mulheres com idade igual ou superior a 20 anos, que tiveram como causa básica de morte o câncer de colo uterino e de porção não especificada do útero. Utilizou-se como fontes de dados o CD ROM: DATA SUS/ MS, o IBGE e a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia/SESAB. Os indicadores empregados foram as taxas de mortalidade específicas por idade, brutas e padronizadas por idade. Houve um decréscimo de 50,6% na taxa padronizada de mortalidade por este tipo de câncer, no período analisado, cujos valores variaram de 17,6/100.000 mulheres em 1979 a 8,7 em 1997. Observou-se ainda que o risco de morte por esta causa cresce à medida que aumenta a idade e que a sua magnitude torna-se mais expressiva a partir de 40 anos. A variação da média de anos potenciais de vida perdidos por mulher foi de 15,5 no ano de 1986 a 20,4 em 1980. Os autores concluem que a mortalidade por câncer cérvico-uterino neste município ainda é alta e discutem os possíveis fatores determinantes da evolução desta mortalidade. Destacam a necessidade de ações efetivas na prevenção da morbi-mortalidade por esta causa.When early diagnosed and treated, cervical cancer is a perfectly avoidable cause of death. In Brazil, however, mortality from cervical cancer is still high and remains a public health problem. This study is aimed at both describing the evolution of such mortality and estimating the potential and productive years of life lost due

  13. Mortalidade do ácaro predador Neoseiulus californicus (Acari: Phytoseiidae em testes de toxicidade residual de inseticidas e acaricidas usuais em pomáceas Mortality of predatory mite Neoseiulus californicus (Acari: Phytoseiidae in residual toxicity persistence tests

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo Gustavo Ruiz

    2008-12-01

    Full Text Available Os ácaros fitoseídeos, especialmente Neoseiulus californicus (McGregor, são importantes agentes de controle biológico de ácaros tetraniquídeos-praga nas culturas de pomáceas no "Alto Valle del Río Negro y Neuquén", Argentina. Neste trabalho, avaliou-se a mortalidade de N. californicus quando exposto a resíduos dos inseticidas azimphos-methyl, carbaryl e cyfluthrin, e dos acaricidas cyhexatin e propargite. Os produtos foram aplicados às concentrações recomendadas em plantas de pereira. Um, três, seis e dez dias após a aplicação (DAA, folhas tratadas foram retiradas das plantas para a preparação de unidades experimentais. Cinco adultos de N. californicus, provenientes de criação-estoque, foram transferidos para cada unidade, onde pólen de taboa foi fornecido como alimento. As unidades foram mantidas a 25 ± 2 ºC, 60 ± 10% de umidade relativa e fotoperíodo de 14 h. A mortalidade do ácaro foi avaliada 24 h após o confinamento. As médias de mortalidade foram comparadas pelo teste de Dunnett, a 5% de probabilidade. A progressão do declínio do efeito dos produtos testados foi submetida à análise de regressão. Nas duas primeiras datas de avaliação, todos os produtos apresentaram valores de mortalidade significativamente diferentes da testemunha tratada com água. Seis dias após a aplicação, propargite, cyhexatin e cyfluthrin apresentaram mortalidade de aproximadamente 30%, enquanto a mortalidade nos tratamentos azimphos-methyl e carbaryl apresentou níveis estatisticamente similares aos da testemunha. Dez dias após a aplicação, a mortalidade em todos os tratamentos não diferiu significativamente da testemunha. O efeito de todos os produtos apresentou declínio progressivo ao longo do período de observação, sendo significativa a 1% de probabilidade a regressão linear negativa para os valores obtidos. Os maiores efeitos negativos sobre a sobrevivência de N. californicus corresponderam aos acaricidas testados

  14. LETRAMENTO E ORALIDADE: NOTAS SOBRE PONTUAÇÃO EM UM BATE-PAPO VIRTUAL INFANTIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabiana Komesu

    2011-03-01

    Full Text Available Com base em uma concepção heterogênea de escrita, este artigo tem como objetivo analisar as “quebras de linhas” em enunciados de bate-papo virtual destinado a escreventes entre 8 e 12 anos de idade. A hipótese é de que a segmentação de um enunciado em linhas diferentes, em um curto espaço de tempo, caracteriza a escrita na internet de maneira não convencional e a relaciona com a prosódia e o ritmo da língua, irrestritos à dimensão fônica ou gráfica da linguagem verbal.

  15. Lendo histórias em família: influências sobre o vocabulário infantil e desempenho em leitura e escrita

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Acácia Aparecida Angeli dos Santos

    Full Text Available Os objetivos desta pesquisa foram: verificar a influência da leitura em família sobre o vocabulário infantil, o desempenho escolar de crianças e padrões de interação familiar. Os sujeitos da pesquisa foram 38 crianças, freqüentando duas pré-escolas (particular e pública e seus pais que participam semanalmente de um programa voltado para atividades de leitura. Realizou-se a avaliação inicial e final através de: questionário informativo respondido pelos pais; o Teste Metropolitano de Prontidão (TMP e o Teste de Competência em Leitura (ITPA para os grupos experimental (GE e de controle (GC. Os resultados revelaram melhora no desempenho geral dos sujeitos dos grupos experimentais e mudanças nas atitudes frente à leitura e freqüência à biblioteca.

  16. Instrumentos de avaliação de linguagem infantil: aplicabilidade em deficientes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristhiane Ferreira Guimarães

    2013-12-01

    Full Text Available Este estudo tem como objetivo analisar testes e provas de avaliação de linguagem infantil de modo a discutir a aplicabilidade na população com deficiência física, auditiva, visual, mental e múltipla. No segundo semestre de 2011, pesquisou-se acerca das deficiências e das avaliações diretas de linguagem infantil oral, gestual e escrita, nacionais ou traduzidas. Consultou-se artigos e teses nas bases de dados online, além de livros e avaliações publicadas. Selecionou-se 28 avaliações, que foram agrupadas por objetivos de aplicação, descritas segundo estímulo e realização esperados, e analisadas pelos seguintes critérios: modalidades de avaliação, habilidades requeridas e conversão de códigos. Encontrou-se 23 modalidades de avaliação, cuja análise sugere que indivíduos que têm possibilidade de uso da visão, membros superiores e mente, e que conseguem compreender e utilizar imagem e português oral ou escrito como códigos, provavelmente terão maior gama de avaliações que os atenda. As dimensões semântica e pragmática pareceram ser as mais acessíveis, corroborando com a aplicação encontrada na literatura. Sobre a possibilidade de avaliação completa, verificou-se que apenas a dupla de habilidades "visão/membros superiores" permitiria isto. Um levantamento das informações sobre o perfil comunicativo do examinando comparado com o perfil comunicativo requisitado na avaliação auxilia na decisão sobre a compatibilidade destes e consequente aplicabilidade. No geral, consideradas as particularidades dos casos e das avaliações, instrumentos pré-selecionados poderão ser aplicáveis a indivíduos deficientes. Contudo, poderá ocorrer que, para alguns pacientes, não será possível realizar uma avaliação completa utilizando apenas instrumentos do tipo direto.

  17. Análise da mortalidade e das internações por doenças cardiovasculares em Niterói, entre 1998 e 2007 Análisis de la mortalidad y de las hospitalizaciones por enfermedades cardiovasculares en Niterói, entre 1998 y 2007 Analysis of mortality and hospitalization for cardiovascular diseases in Niterói, between 1998 and 2007

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Luiza Garcia Rosa

    2011-06-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A redução da mortalidade por doenças cardiovasculares é observada no Brasil há anos, atribuída à queda nos fatores de risco, melhora na terapêutica e diminuição da mortalidade hospitalar. OBJETIVO: Comparar a mortalidade populacional, o coeficiente de internação e a mortalidade hospitalar em unidades do Sistema Único de Saúde, para doença isquêmica do coração (DIC, doenças cerebrovasculares (DCBV e insuficiência cardíaca (IC, no município de Niterói, entre 1998 e 2007. MÉTODOS: Foram utilizados o número de óbitos e o de internações e mortalidade hospitalar de residentes em Niterói para o capítulo IX do CID10 e causas específicas disponíveis no Datasus, na população de 30 anos e mais. A diferença entre a magnitude dos indicadores foi calculada para homens e mulheres considerando a média do primeiro triênio menos a média do segundo triênio. RESULTADOS: Houve queda dos coeficientes de mortalidade populacional em homens e mulheres, para todas as faixas etárias, nos três grupos de causas e para o capítulo IX. A tendência à queda dos coeficientes diminuiu com a idade. Para DIC houve queda na mortalidade hospitalar. Para DCBV e IC, aumento. Os coeficientes de internação hospitalar por DIC diminuíram, com exceção de algumas faixas. CONCLUSÃO: O presente estudo permitiu esclarecer alguns aspectos da morbimortalidade cardiovascular em Niterói. A redução da mortalidade populacional e hospitalar por DIC indica haver melhor qualidade na abordagem dessa condição. O aumento da mortalidade hospitalar por DCBV e IC aponta para a necessidade de se dar maior atenção à qualidade do cuidado hospitalar para esses grupos de doenças.FUNDAMENTO: La reducción de la mortalidad por enfermedades cardiovasculares se viene observando en Brasil desde hace años, se la asigna a un descenso en los factores de riesgo, a una mejora en el tratamiento y a una mortalidad hospitalaria reducida. OBJETIVO: Para

  18. Metodologia das Pesquisas Populacionais de Saúde Materno-Infantil: uma série transversal realizada no Estado do Ceará de 1987 a 2007

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciano Lima Correia

    2014-12-01

    Full Text Available Objectivo: descrever os métodos utilizados nas Pesquisas de Saúde Materno-Infantil (PESMIC no Ceará, durante 20 anos. Métodos: a série de inquéritos realizados no período de 20 anos foi analisada nos seguintes aspectos: a Estudos transversais em série de base populacional, com amostra representativa de 8000 famílias; b Utilizou-se questionários e medições antropométricas, estudando-se níveis e causas de mortalidade infantil, prevalência de desnutrição da mãe e da criança, duração da amamentação, cobertura vacinal, prevalência e manejo da diarreia e acesso aos serviços de saúde materno-infantil; c Obteve-se como resultado as variáveis desfechos (principal mortalidade infantil e diversos determinantes materno-infantis e socioeconómicos. Resultados: o índice de resposta foi de quase 100% nos cinco inquéritos realizados (1986-2007, e ocorreram importantes mudanças nos indicadores sociodemográficos e de saúde; redução de 81% da taxa de mortalidade infantil, aumento de 43% da taxa de amamentação; índice de imunização de 95%. Observou-se aumento de 243% do índice de sobrepeso. Foram entrevistados no total somado dos cinco estudos: 177.132 residentes, sendo 47.508 mulheres e 13.049 crianças. Conclusões: recomenda-se a continuidade desses estudos utilizando-se a mesma metodologia, possibilitando analises de variações temporais.

  19. Mortalidade global e cardiovascular e fatores de risco de pacientes em hemodiálise Mortalidad global y cardiovascular y factores de riesgo de pacientes en hemodiálisis Global and cardiovascular mortality and risk factors in patients under hemodialysis treatment

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fátima Aparecida A. Almeida

    2010-02-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Mortalidade global e cardiovascular (CV elevada de pacientes em hemodiálise. OBJETIVO: Avaliação da mortalidade global e CV e identificação do risco de pacientes em hemodiálise. MÉTODOS: Estudo observacional, prospectivo. Estudados 334 pacientes em três anos. Desfechos primários: mortalidade global e CV. Sobrevida avaliada pelo método de Kaplan-Meier. Identificação de variáveis de risco pela Regressão de Cox, bi e multivariada. RESULTADOS: Foram estudados 189 (56,6% homens, idade 48,8 ± 14,2 anos, maioria de não brancos (295[88,3%] e com escolaridade de 0 a menor que 8 anos (211[63,2%]. Mortalidade total de 21,6% (72/334, 50% sobrevivendo 146 meses, e mortalidade CV de 41,7%(30/72, 75% sobrevivendo 141 meses. Na análise bivariada, o RR de óbito não cardiovascular (ONCV e CV aumentou com Idade >60 anos, Hb 126 mg/dl; de ONCV apenas, com baixa escolaridade, viuvez, Hb100 mg/dl, produto Ca x P 9,2 mg/dl; diminuiu com PA>140/90 mmHg (antes da sessão de HD e Ht>36%; de óbito CV apenas, aumentou com creatinina >9,4 mg/dl. Na análise multivariada, o RR de ONCV e CV aumentou com idade >60 anos e Hb126 mg/dl e o de ONCV com taxa de remoção de ureia na hemodiálise (Kt/V 60 anos e Hb126 mg/dl e ONCV Kt/VFUNDAMENTO: Mortalidad global y cardiovascular (CV elevada de pacientes en hemodiálisis OBJETIVO: Evaluación de la mortalidad global y CV e identificación del riesgo de paciente en hemodiálisis. MÉTODOS: Estudio observacional, prospectivo. Estudiados 334 pacientes en tres años. Desenlaces primarios: mortalidad global y CV. Sobrevida evaluada por el método de Kaplan-Meier. Identificación de variables de riesgo por la Regresión de Cox, bi y multivariada. RESULTADOS: Se estudiaron 189 (56,6% hombres, edad 48,8 ± 14,2 años, mayoría no blancos (295[88,3%] y con escolaridad de 0 a menor que 8 años (211[63,2%]. Mortalidad total de 21,6% (72/334, 50% sobreviviendo 146 meses, y mortalidad CV de 41,7% (30/72, 75

  20. Mortality is higher in patients with leptomeningeal metastasis in spinal cord tumors Mortalidade é mais elevada na disseminação metastática leptomeníngea em tumores da medula espinhal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo de Amoreira Gepp

    2012-01-01

    Full Text Available Spinal cord tumors are a rare neoplasm of the central nervous system (CNS. The occurrence of metastases is related to poor prognosis. The authors analyzed one series of metastasis cases and their associated mortality. METHODS: Clinical characteristics were studied in six patients with intramedullary tumors with metastases in a series of 71 surgical cases. RESULTS: Five patients had ependymomas of which two were WHO grade III. The patient with astrocytoma had a grade II histopathological classification. Two patients required shunts for hydrocephalus. The survival curve showed a higher mortality than the general group of patients with no metastases in the CNS (pTumores da medula espinhal são neoplasias raras do sistema nervoso central (SNC. A ocorrência de metástases é relacionada a pior prognóstico. Os autores analisaram uma série de casos de metástases e a mortalidade relacionada. MÉTODO: Foram estudadas as características clínicas em seis pacientes com metástases tumorais numa série de 71 casos operados. RESULTADOS: Cinco pacientes tinham ependimomas e dois dos quais foram grau III pela classificação da OMS. O paciente portador de astrocitoma tinha classificação histopatológica de grau II. Dois pacientes necessitaram de derivação devido à hidrocefalia. A curva de sobrevivência mostrou mortalidade mais elevada no grupo de pacientes com disseminação pelo SNC (p<0,0001. CONCLUSÃO: A mortalidade, além de elevada em pacientes com metástases, é maior do que em pacientes apenas com lesão primária. Os ependimomas, independentemente do seu grau de anaplasia, costumam causar mais metástases do que os astrocitomas medulares.

  1. Mortality is higher in patients with leptomeningeal metastasis in spinal cord tumors Mortalidade é mais elevada na disseminação metastática leptomeníngea em tumores da medula espinhal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo de Amoreira Gepp

    2013-01-01

    Full Text Available Spinal cord tumors are a rare neoplasm of the central nervous system (CNS. The occurrence of metastases is related to poor prognosis. The authors analyzed one series of metastasis cases and their associated mortality. METHODS: Clinical characteristics were studied in six patients with intramedullary tumors with metastases in a series of 71 surgical cases. RESULTS: Five patients had ependymomas of which two were WHO grade III. The patient with astrocytoma had a grade II histopathological classification. Two patients required shunts for hydrocephalus. The survival curve showed a higher mortality than the general group of patients with no metastases in the CNS (pTumores da medula espinhal são neoplasias raras do sistema nervoso central (SNC. A ocorrência de metástases é relacionada a pior prognóstico. Os autores analisaram uma série de casos de metástases e a mortalidade relacionada. MÉTODO: Foram estudadas as características clínicas em seis pacientes com metástases tumorais numa série de 71 casos operados. RESULTADOS: Cinco pacientes tinham ependimomas e dois dos quais foram grau III pela classificação da OMS. O paciente portador de astrocitoma tinha classificação histopatológica de grau II. Dois pacientes necessitaram de derivação devido à hidrocefalia. A curva de sobrevivência mostrou mortalidade mais elevada no grupo de pacientes com disseminação pelo SNC (p<0,0001. CONCLUSÃO: A mortalidade, além de elevada em pacientes com metástases, é maior do que em pacientes apenas com lesão primária. Os ependimomas, independentemente do seu grau de anaplasia, costumam causar mais metástases do que os astrocitomas medulares.

  2. Inibição da formação de abscesso abdominal em rato: mortalidade por sepse Inhibition of abdominal abscess formation in rat: Mortality by sepsis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Henrique Oliveira Carmo Rodrigues

    2005-03-01

    Full Text Available RACIONAL: Atribui-se aos abscessos intra-abdominais e às aderências peritoniais a função de isolar os processos sépticos e proteger o organismo da bacteremia. Por outro lado, esses fenômenos também dificultam o afluxo de fatores imunitários e antibióticos para a região infectada. OBJETIVO: Avaliar o efeito da prevenção de abscessos na sobrevida após peritonite bacteriana. MÉTODOS: Foram estudados 30 ratos Wistar machos que receberam solução de fezes a 50% intra-abdominal e que foram distribuídos em três grupos (n = 10. Grupo 1: controle (solução de fezes; grupo 2: solução de fezes mais solução salina a 0,9%; grupo 3: solução de fezes mais carboximetilcelulose a 1%, para inibir a formação de aderências. Os três grupos foram divididos em dois subgrupos (n = 5: subgrupo A: nova laparotomia, após 4 dias, para inspeção da cavidade abdominal; e subgrupo B: acompanhamento durante 30 dias para avaliação da mortalidade e da causa de morte. A análise estatística utilizou o teste exato de Fisher. RESULTADOS: O acréscimo de solução salina a 0,9% não aumentou a mortalidade do grupo. Entretanto, no grupo em que se acrescentou a solução de carboximetilcelulose, houve menor formação de abscessos, que também foram mais tênues e a mortalidade aumentou em relação ao grupo controle. CONCLUSÃO: A inibição na formação de aderências peritoniais e de abscessos acompanha-se de maior mortalidade decorrente do processo séptico intra-abdominal generalizado.

  3. Endocardite infecciosa em adolescentes. Análise dos fatores de risco de mortalidade intra-hospitalar Infective endocarditis in adolescents. analysis of risk factors for in-hospital mortality

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nádia Barreto Tenório Aoun

    1997-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estudar os aspectos epidemiológicos, clínicos, terapêuticos e evolutivos da endocardite infecciosa (EI em grupo de pacientes com idade entre 12 e 20 (média de 15,5 anos. MÉTODOS: Foram estudados, retrospectivamente, 33 pacientes consecutivos (14 do sexo masculino e 19 do feminino, admitidos com diagnóstico de EI. RESULTADOS: A mortalidade da EI foi de 42%. A cardiopatia reumática predominou como condição predisponente (63% dos casos, seguida das cardiopatias congênitas (24% e próteses cardíacas (12%. A maioria dos pacientes (78% encontrava-se na admissão em CF III e IV e apresentava mortalidade significativamente maior do que os que se encontravam na CF I e II (p=0,01. Complicações embólicas foram detectadas em 51% e determinaram maior mortalidade (p=0,05. O agente etiológico mais isolado foi o Staphylococcus aureus (em 42% das hemoculturas positivas, seguido do Staphylococcus viridans (em 21%. A análise multivariada mostrou que a contagem global de leucócitos acima de 10.000/mm ³, e a CF referidos na admissão (p=0,01 e p=0,04, e a ocorrência de embolias (p=0,03 eram preditores independentes de mortalidade intra-hospitalar. CONCLUSÃO: A cardiopatia reumática permanece, semelhante à população adulta, como principal fator predisponente da EI nos adolescentes, tendo como principal agente etiológico o S.aureus, semelhante à população pediátrica. A mortalidade é elevada e representam preditores de mortalidade intra-hospitalar a CF na admissão, a ocorrência da fenômenos embólicos e a leucocitose.PURPOSE: To study the epidemiological, clinical, therapeutic and evolutive aspects of endocarditis in a group of patients aging 12 to 20 years-old ( mean 15.5. METHODS: Thirty-three consecutive patients (14 males, 19 females admitted with infective endocarditis were retrospectively studied. RESULTS: Infective endocarditismortality was 42%. Rheumatic heart disease was the predominant underlying condition in 63% of

  4. Discursos em movimento: considerações sobre a pedofilia e pornografia infantil na rede = Discourses in movement: considerations about pedophilia and child pornography on the web

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Moreira, Vivian Lemes

    2012-01-01

    Full Text Available O presente trabalho tem como intento discutir a influência das novas tecnologias da informação e da comunicação (TIC’s, especificamente a rede eletrônica, em torno dos discursos que circulam a respeito da pedofilia e da pornografia infantil; problematizando também as formas de vitimização das crianças e adolescentes no ambiente da rede. A partir do referencial teórico da Análise do discurso de matriz francesa, investigamos as formas de interação do sujeito na web, e analisamos os discursos que circulam sobre a pedofilia e pornografia infantil na rede eletrônica, mais especificamente em fóruns de discussão. Buscamos flagrar na ordem da língua os movimentos e rupturas dos sentidos em torno do tema proposto, no qual também identificamos discursos sobre o comportamento em torno da sexualidade e da criança

  5. Fatores de risco associados à mortalidade em pacientes com sepse em unidade de terapia intensiva de hospital privado de Pernambuco Risk factors associated to mortality on septic patients in an intensive care unit of a general private hospital from Pernambuco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joana Corrêa de A. Koury

    2007-03-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Verificar a associação entre as características clínicas, epidemiológicas e laboratoriais com a mortalidade de pacientes com sepse, internados em UTI de hospital privado do estado de Pernambuco (Nordeste do Brasil, a fim de melhorar o atendimento a essa população, através da identificação precoce dos pacientes com risco de desenvolver falência de órgãos. MÉTODO: Estudo de caso-controle aninhado a uma coorte prospectiva e observacional que incluiu os pacientes adultos admitidos na UTI com sepse ou que a desenvolveram durante a internação. Foram colhidos os dados epidemiológicos, avaliados os escores clínicos e exames laboratoriais como: D-dímero, antitrombina III, INR, contagem de plaquetas, sódio, albumina, lactato e creatinina, sendo analisada sua associação com a mortalidade. Os pacientes foram acompanhados até a alta da UTI ou óbito. RESULTADOS: Foram incluídos no estudo 199 pacientes. Após regressão logística, apenas o tempo de internação na UTI maior que 72h, a presença de doença crônica associada, o número de órgãos acometidos superior a três e o lactato maior que 4 mmol/L estiveram associados com a mortalidade. Com relação à associação com o intervalo de tempo para o óbito, apenas o escore SOFA foi significativo, pois um terço dos pacientes com pontuação superior a 12 foram a óbito em menos de 72h. CONCLUSÕES: Os pacientes admitidos com sepse na UTI provenientes da comunidade (tempo de internação hospitalar BACKGROUND AND OBJECTIVES: Verify the association between clinical, epidemiological and laboratorial characteristics with mortality of septic patient in an Intensive Care Unit (ICU from Pernambuco, northeast of Brazil, to improve the attention for patients with sepse which are in risk of developing organ dysfunction. METHODS: Case-control study, without intervention, that included adults' patients admitted in ICU with sepsis or that developed it during ICU

  6. Co-morbidade e mortalidade de pacientes em início de diálise Co-morbilidad y mortalidad de pacientes al inicio de la diálisis Co-morbity and mortality of patients in dialysis treatment

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dulce Aparecida Barbosa

    2006-09-01

    Full Text Available OBJETIVOS: identificar a co-morbidade e causas de mortalidade dos pacientes em início de diálise e analisar se as variáveis pessoais, a comorbidade, os resultados laboratoriais, o número de dias de internação e número de sessões de diálise são fatores de risco para mortalidade. MÉTODOS: foram incluídos no estudo 102 pacientes que iniciaram tratamento dialítico em um hospital universitário. Foi realizado um registro prospectivo de dados pessoais, laboratoriais, de morbidade e mortalidade. RESULTADOS: a hipertensão e as infecções foram as principais causas de co-morbidade (58,8%. O sítio mais freqüente de infecção foi a corrente sangüínea em 30 (50%. CONCLUSÃO: a maioria dos pacientes que chegaram ao Serviço estava em urgência dialítica, o sítio de infecção mais freqüente foi a corrente sangüínea relacionado ao uso do cateter venoso central, o sexo masculino, a raça branca, a uremia e as morbidades hipertensão arterial e infecção, foram as que mais contribuíram para o aumento do risco de mortalidade.OBJETIVOS: identificar el co-morbidad y las causas de la mortalidad de los pacientes en el principio de la diálisis y analizar si resultan las variables personales, el co-morbidad, los dados laboratoriais, del número de días de la internación y del número de las sesiones de la diálisis son factores del riesgo para la mortalidad. MÉTODOS: fueron incluido 102 pacientes en el estudio que habían iniciado el tratamiento de la diálisis en un hospital de la universidad. Fue realizado uno registro de los dados personales, laboratoriais, de la morbidad y de la mortalidad. RESULTADOS: la hipertensión arterial y las infecciónes eram las más frecuente causas de la co-morbidad (58,8%. El local de la infección más frecuente era la circulación del sangre en 30 (50%. CONCLUSÃO: la mayoría de los pacientes que habían llegado el servicio estaban en urgencia de la diálisis; el morbidad más frecuente era el

  7. A experiência materna em uma unidade de hemodiálise infantil

    OpenAIRE

    Fernanda Stella Risseto Mieto

    2013-01-01

    A necessidade de hemodiálise exerce um profundo impacto nas vidas das crianças e adolescentes com insuficiência renal crônica em estágio final e de suas mães, uma vez que, predominantemente, assumem o cuidado concernente ao tratamento. O tratamento hemodialítico exige que a mãe acompanhe o filho durante as sessões pelo menos três vezes por semana e por não ser uma prática curativa vivencia a espera de um transplante renal com diferentes significados atribuídos. Os objetivos desse estudo foram...

  8. Mortalidade em Recife: aplicação de um modelo de riscos competitivos Mortality in Recife: application of a competitive risks model

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Neir Antunes Paes

    1985-06-01

    Full Text Available É apresentada a metodologia de Chiang para a construção de Tábuas de Vida de Múltiplo Decremento, aplicadas à população residente do município de Recife, em 1979, para se avaliar a magnitude de incidência de alguns grupos de causas de morte, segundo a probabilidade de morte, sobrevivência e esperança de vida. A média de vida encontrada para os homens foi de 55,43 anos e para as mulheres foi de 62,41 anos. A eliminação total dos grupos de causas como fatores de risco de morte, propiciou os seguintes ganhos na esperança de vida, para homens e mulheres, respectivamente: doenças infecciosas e parasitárias (7,9 e 8,1 anos, neoplasmas malignos (6,0 e 6,6 anos, doenças do aparelho circulatório (10,4 e 10,8 anos, doenças do aparelho respiratório (6,5 e 6,7 anos e causas externas (7,0 e 5,2 anos. Concluiu-se que o nível de saúde do município de Recife refletiu, em 1979, um quadro social e econômico não homogêneo, com uma alta mortalidade por doenças degenerativas, características de regiões desenvolvidas e, também, por doenças infecciosas e parasitárias, próprias de regiões pouco desenvolvidas.The methodology of Chiang for the construction of the Decrement of Multiple Life Tables as applied to the resident population of the municipality of Recife, PE, Brazil, in 1979, is presented so as to evaluate the magnitude of the incidence of some groups of causes of death, according to the probability of death, survival and life expectancy. The average life for men was 55.43 years and for women 62.41 years. The total elimination of the groups of causes, as agents of the risk of death created the following gains in life expectancy, for men and women respectively: infection and parasitic diseases (7.9 and 8.1 years, malignant neoplasms (6.0 and 6.6 years, cardiovascular diseases (10.4 and 10.8 years, respiratory diseases (6.5 and 6.7 years and external causes (7.0 and 5.2 years. It is concluded that the standard of health of the

  9. Avaliação do transtorno de estresse pós-traumático em sobreviventes de câncer infantil

    OpenAIRE

    Kern de Castro, Elisa

    2016-01-01

    Objetivo: avaliar sintomas de transtorno de estresse pós-traumático (TEPT) em sobreviventes de câncer infantil. Método: Participaram 65 sobreviventes que responderam a uma ficha de dados sociodemográficos e clínicos, Escala de Rastreio de Sintomas de Stress Pós-Traumático (SPTSS-17) e PTSD Checklist – Civilian Version (PCL-C). Resultados: A presença de sintomas de TEPT variou entre 9,2% e 18,5% nessa amostra. Com relação à sintomatologia, 41% apresentaram sintomas aumentados de revivência, 16...

  10. Avaliação do transtorno de estresse pós-traumático em sobreviventes de câncer infantil

    OpenAIRE

    Kern de Castro, Elisa; Armiliato, Maria Júlia; Klein Zancan, Renata; Gregianin, Lauro

    2016-01-01

    Avaliar sintomas de transtorno de estresse pós-traumático (TEPT) em sobreviventes de câncer infantil. Método: Participaram 65 sobreviventes que responderam a uma ficha de dados sociodemográficos e clínicos, Escala de Rastreio de Sintomas de Stress Pós-Traumático (SPTSS-17) e PTSD Checklist – Civilian Version (PCL-C). Resultados: A presença de sintomas de TEPT variou entre 9,2% e 18,5% nessa amostra. Com relação à sintomatologia, 41% apresentaram sintomas aumentados de revivência, 16,9% de evi...

  11. A brincadeira e o desenvolvimento infantil: implicações para a educação em creches e pré-escolas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Zilma de Moraes Ramos de Oliveira

    1996-01-01

    Full Text Available O artigo discute a evolução da brincadeira simbólica de crianças de 1 a 6 anos freqüentando creches para a população de baixa renda, a partir de uma visão sociointeracionista do desenvolvimento humano elaborada a partir de Mead, Moreno, Vygotsky e Wallon. Algumas implicações para a educação infantil em creches e pré-escolas são também apresentadas.

  12. Intervenções Comportamentais de Prevenção da Obesidade Infantil: Estado da Arte em Portugal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jessica Filipe

    2016-08-01

    Full Text Available ObjetivoA prevenção do excesso de peso e obesidade infantis em Portugal é prioritária e tem sido alvo de vários programas de intervenção. Este estudo teve como objetivo principal desenvolver um registo nacional, caracterizando as intervenções implementadas.MétodoIncluíram-se programas de promoção de estilos de vida saudáveis implementados em Portugal, identificados através do “Google” e de websites Institucionais, que visavam contribuir direta ou indiretamente para a prevenção e controlo da obesidade infantil. A seleção foi realizada pela leitura dos títulos e informação disponibilizada nos websites, e foram depois extraídas informações sobre cada projeto.ResultadosForam incluídos na análise 29 programas de promoção de alimentação saudável (n = 19, atividade física (n = 2 ou ambos (n = 8, realizados entre 2001 e 2015. À exceção de um programa, as atividades realizadas são descritas, mas o racional teórico e as técnicas de mudança comportamental utilizadas não são explicitadas. Apenas 16 programas foram avaliados, disponibilizando online os resultados obtidos.ConclusãoA maioria dos programas não fornece dados relativamente à sua fundamentação teórica e empírica, nem informação detalhada sobre as atividades realizadas e avaliação. Futuros programas devem fornecer maior detalhe sobre o racional teórico e as técnicas de modificação comportamental utilizadas, e a avaliação da eficácia na mudança do comportamento-alvo.

  13. Mortalidade por homicídios em Município da Região Sul do Brasil, 1996 a 2005 Homicide mortality in a city of southern Brazil, 1996-2005

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Élida Azevedo Hennington

    2008-09-01

    Full Text Available Esta pesquisa teve o objetivo de traçar o perfil epidemiológico dos homicídios em São Leopoldo, comparando-o com o do Estado do Rio Grande do Sul. Trata-se de um estudo descritivo que utilizou dados disponibilizados pelo Datasus/Ministério da Saúde no período de 1996 a 2005. Os indicadores calculados foram: coeficientes de mortalidade padronizada; mortalidade proporcional segundo grupo etário; coeficiente de mortalidade segundo cor; e percentual de mortes causadas por arma de fogo. Além destes, foram construídas as taxas de mortalidade por homicídio nos municípios gaúchos com população superior a 50.000 habitantes para o período analisado. Os coeficientes de mortalidade em São Leopoldo representaram o dobro das taxas ocorridas no Estado. A população mais atingida foi a de adultos jovens e a razão entre os sexos foi de 8,4 óbitos em homens para cada óbito feminino no Rio Grande do Sul e 9,4 em São Leopoldo. 86% dos homicídios foram perpetrados por armas de fogo em São Leopoldo e 72% no Rio Grande do Sul. O risco de morrer foi 44% maior na população negra de São Leopoldo. O homicídio é uma importante causa de morte precoce no RS, embora São Leopoldo apresente um perfil de maior gravidade - taxas maiores, maior percentual de uso de armas de fogo e evidências de sobremortalidade de jovens negros quando comparado ao Estado.The objective of this study is to outline the epidemiological profile of homicides in the city of São Leopoldo and compare it to that of the state of Rio Grande do Sul. It is a descriptive epidemiological study that used data provided by the Datasus/Ministry of Health for the period from 1996 to 2005. The indicators brought out by the study were the following: homicide standardized death rates; age-specific homicide death rates; homicide death rates according to race; and the percentage of deaths caused by firearms. Homicide mortality rates were calculated for cities of Rio Grande do Sul with more

  14. Contribuição para o estudo do significado da evolução do coeficiente de mortalidade infantil no município de São Paulo, SP (Brasil nas três última décadas (1950-1979 A contribution to the study of the significance of the trends in infant mortality rates for the city of S. Paulo, Brazil, during the last three decades (1950-1979

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Augusto Monteiro

    1982-02-01

    Full Text Available Buscando contribuir ao estudo da relação evolução da mortalidade infantil - evolução da qualidade de vida, foram examinadas no município de São Paulo as correlações existentes nas três últimas décadas entre as séries históricas da mortalidade e as séries históricas do valor do salário mínimo e da cobertura do abastecimento público de água. Estes dois últimos, salário e água, entendidos como fatores de maior e menor abrangência para o conjunto das condições de vida da população. O descenso da mortalidade na década de 50 e o ascenso da mesma na década de 60 estiveram significativamente relacionados à evolução do salário-mínimo real. Entretanto, a evolução da mortalidade na década de 70, com importante queda a partir de 1974, esteve relacionada especificamente à evolução do abastecimento de água. Conclui-se que no período 1950-1979 são diferentes as implicações para a qualidade de vida que podem ser tiradas a partir da evolução da mortalidade infantil e que parece equivocado afirmar-se que a reversão das altas mortalidades a partir de 1974 tenha significado idêntica reversão na deterioração das condições de vida que ensejaram o ascenso da mortalidade no período anterior.The possible correlations between infant mortality statistics and those, first, on the real value of the legal minimum salary and, sencondly, on the extent of the public water-supply system, for the city of S. Paulo (Brazil over the last three decades, were studied with a view to determining the relationship between the historical trends in the infant mortality rates and in the quality of life. The abovementioned factors - salary and water-supply - are taken as factors of greater and lesser relevance, respectively, for the overall picture of the living conditions of the population. The mortality decline in the 50s and its increase in the 60s were found to be related, significantly, to the trends in the real value of the legal

  15. Desenvolvimento e mortalidade larval de Spodoptera frugiperda em folhas de milho tratadas com extrato aquoso de folhas de Azadirachta indica Larval development and mortality of Spodoptera frugiperda fed on corn leaves treated with aqueous extract from Azadirachta indica leaves

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Afonso Viana

    2003-01-01

    Full Text Available Estudou-se o efeito do extrato aquoso de folhas de nim sobre o desenvolvimento e a mortalidade de lagartas recém-eclodidas de Spodoptera frugiperda. Para constatação do efeito de contato e de ingestão, as lagartas foram pulverizadas e as folhas de milho submersas no extrato (10 mg.mL-1 em laboratório e/ou pulverizadas no campo com um pulverizador de CO2. Partes de folhas de milho tratadas foram colocadas em copos plásticos para alimentar as lagartas e trocadas a cada dois dias. Adjuvantes foram adicionados ao extrato visando melhorar sua aderência às superfícies tratadas. Os parâmetros avaliados foram a mortalidade e o desenvolvimento larval. As folhas de milho submergidas e pulverizadas com o extrato causaram elevada mortalidade (100% e prejudicaram o desenvolvimento das lagartas sobreviventes. Na avaliação realizada 10 dias após a aplicação, o espalhante adesivo e o óleo de soja misturados ao extrato melhoraram a eficiência deste. A mortalidade das lagartas ocorreu três dias após a aplicação do extrato e a sua pulverização diretamente sobre o inseto não prejudicou o desenvolvimento larval. O extrato aquoso de nim mostrou-se com potencial para o controle de S. frugiperda.The effect of aqueous extracts from neem leaves and spraying adjuvants were evaluated on development and mortality of neonate S. frugiperda larvae. Corn leaves were dipped in the aqueous extract (10 mg.mL-1 in the laboratory and/or sprayed in the field with a CO2 sprayer and placed in plastic cup for larvae rearing. The treated corn leaves were replaced every other day. Corn leaves submerged and sprayed with the extract caused high larval mortality (100% and showed a negative effect on the larval development. The spreading agent and soybean oil mixed with neem extract improved larval mortality at the end of the 10-day period. The aqueous extract caused lethal effect on S. frugiperda larvae after three days of the application and sprayed directly on the

  16. Peso corporal e comorbilidade são indicadores da mortalidade em doentes com DPOC sob oxigenioterapia Body weight and comorbidity predict mortality in COPD patients treated with oxygen therapy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    S Marti

    2007-01-01

    Full Text Available A doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC é uma patologia comum, afectando 4-9% da população adulta. Em comparação com outras doenças, a mortalidade relacionada com a DPOC continua a aumentar na população em geral. É uma doença progressiva que conduz, usualmente, a insuficiência respiratória e à morte. A oxigenioterapia de longa duração constitui o único tratamento eficaz no aumento da esperança de vida de indivíduos com DPOC e insuficiência respiratória crónica. No entanto, esta continua a ser pequena (aproximadamente 40% aos 5 anos. Apesar de terem sido efectuados numerosos estudos, permanece alguma controvérsia sobre os factores de risco relacionados com a mortalidade destes indivíduos. Entre eles encontram-se os parâmetros funcionais respiratórios (FEV1, gases arteriais (PaO2, PaCO2, hipertensão pulmonar, sexo, idade e índice de massa corporal (IMC. Contudo, nenhuma destas variáveis revelou ter um valor predictivo claro. Esta discrepância pode resultar, em parte, da metodologia utilizada. O objectivo do presente estudo foi investigar a associação entre as variáveis clínicas e a mortalidade por causas respiratórias e outras, em doentes com DPOC sob oxigenioterapia de longa duração. Foram avaliados retrospectivamente todos os doentes que iniciaram oxigenioterapia de longa duração entre 1992 e 1999 no Hospital Vall d’Hebram (Barcelona. A prescrição de oxigénio foi a seguinte: >15h/ /dia a um débito de 1-3L/min, fornecido por um concentrador. A indicação para oxigenioterapia de longa duração foi determinada por uma PaO2 60 mmHg sob oxigenioterapia. O cor pulmonale foi definido pela presença de dois ou mais dos seguintes itens: hipertrofia ventricular direita; engurgitamento das artérias pulmonares na radiografia do tórax; edema dos MI. A comorbilidade foi avaliada utilizando o índice de Charlson desenvolvido para determinar o seu impacto no prognóstico, atribuindo a cada doença um score de

  17. Mortalidade materna: 75 anos de observações em uma Maternidade Escola Maternal mortality: 75 years of observations in a teaching maternity hospital

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Amaury Teixeira Leite Andrade

    2006-07-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar as causas de todas as mortes maternas ocorridas no período de 1927 a 2001 entre 164.161 pacientes, internadas no Serviço de Obstetrícia da Universidade Federal de Juiz de Fora. MG. MÉTODOS: estudo retrospectivo das 144 mortes maternas que ocorreram na maternidade em 75 anos, com um total de 131.048 nascidos vivos, utilizando todos os prontuários de pacientes, avaliados pela história clínica e dados da certidão de óbito (não foram realizadas necropsias. Foram registrados a idade, paridade, tempo de gestação, complicações, momento e causas de morte, estabelecendo-se o índice de mortalidade materna (IMM hospitalar por cem mil nascidos vivos. Análise estatística pelo teste do chi2 e pela técnica de amortecimento exponencial (alfa =0,05. RESULTADOS: de 1927 a 1941 o IMM foi de 1544, entre 1942 e 1956 houve redução para 314 (pPURPOSE: to evaluate all maternal deaths that occurred between 1927 and 2001, among 164,161 patients admitted to the Maternidade Therezinha de Jesus, the obstetrical service of the "Universidade Federal de Juiz de Fora", Brazil. METHODS: a retrospective study of 144 maternal deaths that occurred in the maternity hospital in 75 years, with 131,048 live births in the same period of time, analyzing all patients's records regarding their clinical history and data from death certificates. Autopsies were not performed. Data obtained were age, parity, gestation length, complications, moment, and causes of death. The index of maternal mortality (IMM period 100 thousand live births was utilized. For statistical analysis the chi2 test and the exponential smoothing technique were used (alpha=0.05. RESULTS: IMM decreased from 1544 in the period 1927-1941 to 314 (p<0.001 between 1942 and 1956 and from 1957 to 1971 it was reduced to 76.4 per 100 thousand live births (p<0.001. Nevertheless, since 1972 there was no further significant improvement (IMM=46 in the last 15 years, p=0.139. Maternal mortality was

  18. Caracterização do perfil da violência sexual em crianças e adolescentes no Rio Grande do Sul

    OpenAIRE

    Carolina Barbosa Silva; Bibiana Lopes Bastos; Camila Ribeiro Santos; Michele da Silva Moraes; Lia Gonçalves Possuelo

    2016-01-01

    Justificativa e objetivos: A violência sexual infantil é uma das causas de maior morbidade e mortalidade infantil no Brasil e no mundo, onde foi reconhecida como crime desde a década de 80, a partir da Constituição e Estatuto da criança e do adolescente. Considerada uma experiência traumática na infância ou adolescência que reflete em atos para toda vida, tanto físicos como psicológicos, visto pela sociedade como agentes transgressores dos direitos da infância. Este estudo tem como objetivo ...

  19. Mortalidade por raça/cor: evidências de desigualdades sociais em Vitória (ES, Brasil Mortality by race/color: evidence of social inequalities in Vitória (ES, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nathalia Modenesi Fiorio

    2011-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a mortalidade por causa básica, sexo e raça/cor a partir do sistema de informações sobre mortalidade (SIM, em Vitória (ES, no período de 2003 a 2006. MÉTODOS: Foram calculados e analisados os coeficientes de mortalidade, segundo causa básica e sexo por raça/cor, bem como a idade média e mediana de óbito por causa básica, sexo e raça/cor. Foi calculado o risco relativo (RR por sexo, idade e causa básica (pOBJECTIVE: To analyze mortality by cause and sex among groups of race or color from the mortality information system (MIS in Vitória (Brazil, in the period from 2003 to 2006. METHODS: We calculated and analyzed the mortality rates according to underlying cause, sex and race/color, and the mean and median age of death by underlying cause, sex and race. We calculated the relative risk (RR for age, sex and underlying cause (p<0.05 and CI 95%. RESULTS: The completeness of race/color in SIM ranged from 1% in 1996 to 81% in 2006. There was a greater RR of death among blacks for mental and behavioral disorders (RR=9.29, Ill-defined causes (RR=8.71, and external causes (RR=5.71. For black women, we highlight the external causes (RR=2.38. We found a variation of up to 33 years (nervous system between whites and blacks. CONCLUSION: This study confirms the existence of unequal racial/ethnic mortality, highlighting the mortality from mental disorders and external causes, in addition to early mortality that occurs in the black population.

  20. Evolução da mortalidade por cancro do pulmão em Portugal (1955-2005 Trends in lung cancer mortality in Portugal (1955-2005

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luís Alves

    2009-08-01

    Full Text Available Introdução: A prevalência de fumadores tem diminuído na Europa Ocidental, observando-se já o declínio da mortalidade por cancro do pulmão. Contudo, até 1998 não se observava ainda um decréscimo da frequência deste cancro em Portugal. Objectivo: Descrever a tendência secular da mortalidade por cancro do pulmão em Portugal. Métodos: As taxas de mortalidade por cancro do pulmão (ICD10:C33-34 em Portugal, entre 1955 e 2005, por sexo e grupo etário (5 anos de amplitude, obtiveram-se através da Organização Mundial de Saúde e do Instituto Nacional de Estatística. Calcularam-se taxas de mortalidade padronizadas (método directo, população mundial, para os grupos etários 35-74/35-44/45-54/55-64/65-74 anos. Realizou-se uma regressão joinpoint para calcular a variação anual percentual (VA% da mortalidade e identificar eventuais pontos de inflexão. Resultados: Entre 1955 e 2005, em homens dos 35 aos 74 anos, observou-se uma estabilização da mortalidade por cancro do pulmão, variando 3,77%/ano (intervalo de confiança a 95% [IC95%]: 3,53; 4,01 entre 1955 e 1986 e -0,15%/ano (IC95%: -0,99; 0,69 entre 1996 e 2005. Observaram-se estimativas pontuais da VA% negativas (não significativamente inferiores a zero nas tendências mais recentes de todos os grupos etários, excepto no grupo 45-54 anos, onde apenas se verificou uma desaceleração da VA% desde 1981. Em mulheres entre 35 e 74 anos, a mortalidade aumentou 1,60%/ano (IC95%: 1,40; 1,77 entre 1955 e 2005. Conclusão: Observou-se uma estabilização das taxas de mortalidade por cancro do pulmão nos homens, enquanto nas mulheres esta aumentou de forma constante. Estes resultados colocam Portugal no final do terceiro estádio da epidemia tabágica.Introduction: While the rate of smoking and lung cancer mortality has been decreasing in western Europe, there was no decline in lung cancer mortality in Portugal until 1998. Aim: To describe lung cancer mortality trends in Portugal

  1. APRENDENDO A SER AFETADO: CONTRIBUIÇÕES PARA A EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisco Ângelo Coutinho

    Full Text Available RESUMO: O vínculo entre educação científica e educação infantil tem se constituído de modo tímido. Isso porque, muitas vezes, pensa-se equivocadamente que a maneira como a criança pequena interroga e investiga o mundo à sua volta não é apropriada. No entanto, fazendo uso da teoria ator-rede e de sua concepção de aprendizagem, analisamos episódio no qual crianças de 4 e 5 anos estavam engajadas na exploração de pistas deixadas em um jardim de uma Unidade Municipal de Educação Infantil. Nossos achados indicam que as crianças participam ativamente de atividades investigativas e aprendem a ser afetadas pelos elementos constitutivos do espaço designado para a exploração. Além disso, as crianças foram capazes de transformar os objetos tecnológicos disponibilizados em instrumentos científicos. Nossa análise foi possível por romper com uma concepção de aprendizagem como apropriação conceitual. Nesse sentido, procuramos entender a aprendizagem como capacidade de ser afetado e, portanto, como construção de um corpo.

  2. Fatores associados à maior mortalidade e tempo de internação prolongado em uma unidade de terapia intensiva de adultos Factors associated with increased mortality and prolonged length of stay in an adult intensive care unit

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Beatriz Francioso de Oliveira

    2010-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: A unidade de terapia intensiva é sinônimo de gravidade e apresenta taxa de mortalidade entre 5,4% e 33%. Com o aperfeiçoamento de novas tecnologias, o paciente pode ser mantido por longo período nessa unidade, ocasionando altos custos financeiros, morais e psicológicos para todos os envolvidos. O objetivo do presente estudo foi avaliar os fatores associados à maior mortalidade e tempo de internação prolongado em uma unidade de terapia intensiva adulto. MÉTODOS: Participaram deste estudo todos os pacientes admitidos consecutivamente na unidade de terapia intensiva de adultos, clínica/cirúrgica do Hospital das Clínicas da Universidade Estadual de Campinas, no período de seis meses. Foram coletados dados como: sexo, idade, diagnóstico, antecedentes pessoais, APACHE II, dias de ventilação mecânica invasiva, reintubação orotraqueal, traqueostomia, dias de internação na unidade de terapia intensiva, alta ou óbito na unidade de terapia intensiva. RESULTADOS: Foram incluídos no estudo 401 pacientes, sendo 59,6% homens e 40,4% mulheres, com idade média de 53,8±18,0 anos. A média de internação na unidade de terapia intensiva foi de 8,2±10,8 dias, com taxa de mortalidade de 13,46%. Dados significativos para mortalidade e tempo de internação prolongado em unidade de terapia intensiva (p11, traqueostomia e reintubação. CONCLUSÃO: APACHE >11, traqueostomia e reintubação estiveram associados, neste estudo, à maior taxa de mortalidade e tempo de permanência prolongado em unidade de terapia intensiva.OBJECTIVE: The intensive care unit is synonymous of high severity, and its mortality rates are between 5.4 and 33%. With the development of new technologies, a patient can be maintained for long time in the unit, causing high costs, psychological and moral for all involved. This study aimed to evaluate the risk factors for mortality and prolonged length of stay in an adult intensive care unit. METHODS: The study

  3. Mortalidade por câncer de cólon e reto e consumo alimentar em capitais brasileiras selecionadas Colorectal cancer mortality and diet patterns in selected Brazilian State capitals

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabrícia Junqueira das Neves

    2006-03-01

    Full Text Available As taxas de mortalidade por câncer de cólon e reto mostram uma variação regional no Brasil e a heterogeneidade do padrão alimentar nas suas regiões geográficas poderia possivelmente explicar, pelo menos em parte, essas diferenças. Um estudo ecológico foi realizado com o objetivo de identificar possíveis associações entre padrões de consumo alimentar e taxas de mortalidade padronizadas por idade em capitais brasileiras selecionadas. O padrão de consumo alimentar em cada capital foi caracterizado com base no consumo de grupos de alimentos associados a essa neoplasia na literatura. Os dados de consumo de alimentos foram obtidos no ENDEF (Estudo Nacional de Despesas Familiares. A regressão linear múltipla foi utilizada para analisar as correlações entre as taxas de mortalidade e as variáveis alimentares. Essas taxas mostraram uma correlação positiva com o consumo de calorias, cereais, carnes, ovos/leite e legumes/frutas. Quando ajustado por consumo calórico total, carne e legumes/frutas foram as únicas variáveis que mantiveram uma correlação positiva. O modelo multivariado final com essas variáveis foi capaz de explicar 92% da variação das taxas de mortalidade nas capitais selecionadas. Esses resultados sugerem que diferenças no consumo calórico total e no consumo de carne e legumes/frutas poderiam explicar, parcialmente, os diferentes padrões de distribuição da mortalidade por câncer de cólon e reto no Brasil.Mortality rates for colorectal cancer show regional variations in Brazil, and the heterogeneous dietary profile observed in its geographic regions could possibly explain, at least partially, these different patterns. An ecological study was conducted to identify possible associations between dietary consumption profiles and age-standardized mortality rates for colorectal cancer in selected state capitals. The dietary profile in each capital was characterized on the basis of the consumption of groups of foods

  4. Mortalidade por causas externas em crianças e adolescentes: tendências de 1979 a 1995 Child and adolescent mortality due to external causes: trends from 1979 to 1995

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Dilma de A Barros

    2001-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a magnitude e a tendência da mortalidade por grupos específicos de causas externas em crianças e adolescentes residentes no Recife, no período de 1979 a 1995. MÉTODOS: Foram utilizados os dados do Sistema de Informação em Mortalidade do Ministério da Saúde e da Secretaria de Saúde de Pernambuco. O grupo estudado, na faixa etária de 0-19 anos, representou 41,8% da população de Recife, em 1991. Utilizou-se o desenho ecológico exploratório tipo série temporal. Analisou-se a tendência para os coeficientes de mortalidade por causas externas e seus grupos específicos segundo sexo e grupo etário, por regressão linear simples. RESULTADOS E CONCLUSÕES: Na série temporal estudada, os coeficientes de mortalidade por causas externas mostraram crescimento, sobretudo por homicídios nos adolescentes, em que se observaram um aumento anual médio de 3,05 e um aumento relativo de 601, 3% ao longo da série. Em 1995, mais de 90% desses homicídios foram perpetrados por arma de fogo. Os dados revelam a magnitude do problema e a necessidade do seu enfrentamento, o qual precisa considerar a complexidade da determinação da violência.OBJECTIVE: To analyze the magnitude and trends of mortality due to external causes in specific age groups, from 0 to 19 years old in a population living in the city of Recife, Brazil, from 1979 to 1995. METHODS: Data from the Mortality Data System of the Ministry of Health and Health Department of Pernambuco State was used. The studied population, aged 0 to 19 years old, represented 41.8% of total city population in 1991. A time series exploratory ecological model was created to analyze trends in mortality coefficients due to external causes. Using simple linear regression these coefficients were assessed in specific age groups categorized by gender. RESULTS AND CONCLUSIONS: In the time series, mortality coefficients due to external causes showed an increasing trend, in particular due to

  5. Los determinantes de la mortalidad y las diferencias socioeconómicas de la mortalidad en la infancia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hugo Behm Rosas

    2016-02-01

    Full Text Available PRESENTACIÓN: El texto que se reproduce a continuación, escrito por el Dr. Hugo Behm Rosas, nacido en el año 1913, a inicios de los años noventa, sintetiza lo que fue un largo y prolífico trabajo de análisis de la mortalidad infantil en América Latina. Así lo atestiguan los estudios que publicó desde los inicios de los años sesenta del siglo pasado hasta el primer lustro de este siglo. El texto: Las diferencias socioeconómicas de la mortalidad en la infancia es un capítulo del libro Las desigualdades sociales ante la muerte en América Latina publicado en el año 1992 por el Centro Latinoamericano y Caribeño de Demografía (CELADE de la Comisión Económica para América Latina y el Caribe (CEPAL y la Organización Holandesa para la Cooperación Internacional en Educación Superior. El texto constituye una síntesis de los múltiples estudios sobre diferencias de la mortalidad infantil entre grupos sociales. Las contribuciones del Dr. Behm para entender las diferencias de mortalidad infantil entre distintos grupos sociales fueron muchas. Estas empezaron cuando, como lo narra en el prólogo a una reedición de una de sus primeras publicacionesi, el Dr. Behm dejó la clínica por la salud pública para emprender una investigación sobre las diferencias de mortalidad infantil en Chile. En 1962 publicó Mortalidad infantil y nivel de vida publicado por la Escuela de Salud pública de la Universidad de Chile y recientemente reeditado por la unidad de Patrimonio Cultural de la Salud. A partir de este influyente estudio donde escribe “La mortalidad infantil viene a ser, en consecuencia, un indicador del alto precio que los pueblos pagan por las formas de organización económicamente ineficientes y socialmente injustas que han logrado darse” ii, emprendió muchos otros explorando las desigualdades sociales en la mortalidad infantil. Los últimos estudios los realizó en la subsede de CELADE en Costa Rica donde junto a muchos

  6. Evolução da mortalidade por causas evitáveis e expansão dos recursos municipais de saúde em Maringá, Paraná

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Scochi Maria José

    1999-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a evolução do perfil da mortalidade por doenças evitáveis, em Maringá, PR, relacionando-o à qualidade de assistência á saúde. MÉTODOS: A partir da proposição de estudos de resultado da assistência foram selecionadas 11 causas de mortes. À evolução dos óbitos foi associada a evolução dos recursos disponíveis, bem como ao grau de escolarização e saneamento básico, no período de 1983-1993. RESULTADOS E CONCLUSÕES: Os dados revelaram que as taxas de mortalidade da maioria das causas evitáveis tenderam ao declínio, com uma redução de 39%, em contraposição a 16% das demais. Observou-se uma melhora das condições de escolarização e de saneamento. A evolução positiva das condições gerais da população dificulta atribuir imediatamente aos serviços a responsabilidade sobre o declínio das mortes evitáveis, mas a diferença entre estas mortes e as demais permite inferir que, se diante de condições satisfatórias de vida ocorresse um recrudescimento desses indicadores, poder-se-ia constatar uma falta de efetividade dos serviços. A constatação do arrefecimento dos indicadores pode fazer supor que a expansão dos serviços auxiliou no declínio.

  7. Espaço urbano e a mortalidade por doença isquêmica do coração em idosos no Rio de Janeiro Espacio urbano y la mortalidad por enfermedad isquémica del corazón en adultos mayores en Rio de Janeiro Urban space and mortality from ischemic heart disease in the elderly in Rio de Janeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Germana Périssé

    2010-04-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: As doenças cardiovasculares são a primeira causa de morte no Brasil, especialmente entre idosos. No município do Rio de Janeiro (MRJ, predomina a mortalidade por doenças isquêmicas do coração (DIC. Estudos mostram uma associação entre o processo de urbanização, as condições socioeconômicas e a mudança no estilo de vida com a ocorrência de DIC. OBJETIVO: Descrever a distribuição geográfica da taxa de mortalidade por DIC em idosos do MRJ em 2000 e sua correlação com variáveis socioeconômicas. MÉTODOS: Estudo ecológico, com análise espacial da distribuição da taxa de mortalidade por DIC em idosos que residiam no MRJ em 2000, padronizada por sexo e faixa etária, e de suas correlações com variáveis socioeconômicas do censo demográfico. RESULTADOS: Não foram observadas correlações fortes entre as variáveis socioeconômicas e a mortalidade por DIC em idosos no âmbito dos bairros. Algumas correlações encontradas, embora fracas, apontaram uma maior mortalidade associada a um melhor nível socioeconômico. Após correção da taxa de mortalidade por DIC por meio do acréscimo das causas mal definidas (CMD de óbito, algumas associações adquiriram o sentido de piores condições socioeconômicas e maior mortalidade por DIC. Foi encontrada dependência espacial para variáveis socioeconômicas, mas não para a mortalidade por DIC. CONCLUSÃO: A dependência espacial encontrada nas variáveis socioeconômicas mostra que o espaço urbano no MRJ, embora heterogêneo, possui certa dose de discriminação no âmbito dos bairros. Algumas correlações encontradas entre DIC e variáveis socioeconômicas apresentaram sentido oposto ao da literatura, o que pode estar em parte relacionado às proporções de CMD ou ao perfil distinto nessa faixa etária.FUNDAMENTO: Las enfermedades cardiovasculares son la primera causa de muerte en Brasil, especialmente en adultos mayores. En el municipio de Rio de Janeiro (MRJ

  8. Impacto do ecocardiograma transesofágico intraoperatório na mortalidade em cirurgia de revascularização do miocárdio com circulação extracorpórea

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcello Fonseca Salgado Filho

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar as taxas de mortalidade e morbidade de doentes submetidos à revascularização do miocárdio (RVM com circulação extracorpórea (CEC que utilizaram rotineiramente o ecocardiograma transesofágico intraoperatório (ETEio. MÉTODOS: estudo retrospectivo, observacional com avaliação de prontuários de 360 doentes no período entre abril de 2010 a abril de 2012. Foram analisados: idade, peso, altura sexo, EUROscore, diabete melito, fração de ejeção e artérias acometidas. Os desfechos foram compilados no intra e no pós-operatório (infarto do miocárdio, acidente vascular cerebral, disfunção renal, hemodiálise, fibrilação atrial, tempo de internação no centro de tratamento intensivo. RESULTADOS: foram incluídos 53 doentes, com 27 recebendo a monitoração. Foram excluídos 307 porque não foram operados pela mesma equipe cirúrgica. Os dois grupos foram homogêneos quanto a idade, peso e sexo, porém, a fração ejeção foi menor no grupo que recebeu o ecotransesofágico (G ETEio: 56,3%; G Não ETEio: 65,9% ± 11; p=0,01. Nos doentes em que não foi utilizado o ETEio, a mortalidade foi maior (G ETEio: 0% e G Não ETEio: 7,6%; p=0,01. Não houve diferença significativa entre os grupos quanto à incidência de acidente vascular encefálico, infarto agudo do miocárdio, fibrilação atrial aguda e lesão renal. CONCLUSÃO: a utilização do ecocardiograma transesofágico intraoperatório em pacientes submetidos à revascularização do miocárdio, com circulação extracorpórea, diminuiu a mortalidade perioperatória; orientou quanto a utilização dos fármacos inotrópicos e vasodilatadores e contribuiu para uma melhor evolução dos doentes.

  9. Raca e mortalidade cerebrovascular no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Andrade Lotufo

    2013-12-01

    Full Text Available Sendo desconhecidas as taxas de mortalidade cerebrovascular segundo raça no Brasil, foram coletadas informações de óbitos de 2010 do Sistema de Informação de Mortalidade do Ministério da Saúde. Foram calculadas as taxas de mortalidade cerebrovascular, ajustadas por idade (por 100 mil, com intervalo de confiança de 95%, por sexo e raça/cor de pele. A diferença entre brancos, pardos e negros foi significativa para homens, com taxas, respectivamente, de 44,4 (43,5;45,3, 48,2 (47,1;49,3 e 63,3 (60.6;66,6; e para mulheres, com taxa, respectivamente, de 29,0 (28,3;29,7, 33,7 (32,8;34,6 e 51,0 (48,6;53,4. Em conclusão, a mortalidade cerebrovascular no Brasil é maior entre negros.

  10. MORTALIDADE FEMININA E ANOS DE VIDA PERDIDOS POR HOMICÍDIO/AGRESSÃO EM CAPITAL BRASILEIRA APÓS PROMULGAÇÃO DA LEI MARIA DA PENHA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nádia de Araújo Amaral

    2013-01-01

    Full Text Available La violencia contra la mujer es un fenómeno que afecta a todas las personas en todas las partes del mundo. En Brasil, en 2006, se promulgó la Ley 11.340/2006, bautizada como Ley Maria da Penha, con la función basilar de cohibir la violencia domestica, familiar y afectiva. La finalidad del estudio fue comparar la mortalidad femenina por agresión/homicidio antes y después de la Ley en Rio Branco, Acre, Brasil. Fue desarrollado un estudio ecológico con víctimas de agresión y homicidios registrados en el Sistema de Información de Mortalidad, del 2002 al 2010. Las mujeres víctimas de homicidio tenían entre 21 e 25 años (28,6%, bajo nivel de escolaridad (39,3% y sin ocupación (64,3%. La incidencia de óbitos mostró disminución seguido por aumento en los últimos dos años, con reflejos en los Años Potenciales de Vida Perdidos en el rango de edad de 16 a 39 años. La Ley Maria da Penha es una realidad en el país y tiene papel relevante en la sociedad por esa razón su efectividad e influencia deben ser analizadas en otras investigaciones.

  11. AVALIAÇÃO DE UMA CAPACITAÇÃO DE PSICÓLOGOS CLÍNICOS PARA IDENTIFICAÇÃO, INTERVENÇÃO E ENCAMINHAMENTO EM CASO DE SUSPEITA DE ABUSO SEXUAL INFANTIL

    OpenAIRE

    Seras, Maria Josefa Rafart de

    2012-01-01

    A literatura científica ainda avalia de forma tímida as capacitações de profissionais para atendimento de abuso sexual infantil, ainda que o bom treinamento do profissional que inicialmente toma contato com situações de abusos seja prioritário para a correta tomada de providências. Neste trabalho, avaliou-se qualitativamente uma Capacitação de Psicólogos Clínicos para Identificação, Intervenção e Encaminhamento em Caso de Suspeita de Abuso Sexual Infantil, num processo de quatro encontros, co...

  12. Aspectos incomuns da paracoccidioidomicose infantil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Achiléa Lisboa Bittencourt

    1987-12-01

    Full Text Available São relatados dois casos de paracoccidioidomicose (PCM infantil. Em um deles, a principal manifestação da doença foi tumoração abdominal, simulando linfoma maligno não Hodgkin. O outro apresentou acentuado envolvimento articular, com ruptura da cápsula. Representam o segundo e terceiro casos de PCM infantil observados na Bahia, ambos procedentes de áreas urbanas.The authors present two cases of infantil para-coccidioidomycosis. In one case the main presentation was an abdominal mass that mimicked non- Hodgkin lymphoma. In the other case the child had a joint swelling with rupture of the capsule and the clinical diagnosis was piogenic arthritis. They represent the second and third cases of infantile paracoccidioidomycosis observed in the state of Bahia, all coming from urban areas.

  13. Transtorno de Estresse Pós-Traumático e Perceção da Doença em Jovens Sobreviventes de Cancro Infantil

    OpenAIRE

    Elisa Kern de Castro; Renata Klein Zancan; Lauro José Gregianin

    2015-01-01

    ObjetivoEste estudo teve como objetivo avaliar a presença de Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT) e a sua relação com a perceção da doença numa amostra de 65 jovens sobreviventes de cancro infantil, com uma média de idades de 19 anos (DP = 2,70) e que tinham terminado o tratamento, em média, há sete anos.MétodoForam aplicados instrumentos para obtenção de dados sociodemográficos e clínicos, de sintomas de TEPT – “Posttraumatic Stress Disorder Checklist – Civilian” (PCL-C) e de perceçã...

  14. Narrativas infantis: um estudo de caso em uma instituição infantil Children's narratives: a case study at an institution of early childhood education

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tizuko Morchida Kishimoto

    2007-12-01

    Full Text Available Enfrentando a pedagogia tradicional adultocêntrica, uma professora de Educação Infantil conduz projetos com a participação das crianças em uma sala com áreas diversificadas para brincandeiras livres. Ao utilizar a abordagem de projetos integrada aos pressupostos do High/Scope, a professora valoriza os saberes e as narrativas das crianças durante a construção de uma bruxa com caixa de papelão. O caso focaliza narrativas contendo expressões verbais de natureza binária, típicas do processo de categorização da criança, pesquisadas por Bruner e similares às do pensamento selvagem analisado por Lévi-Strauss. O contexto da pesquisa: espaço físico da sala de atividade, reformulado em 2003, conforme pressupostos do modelo curricular High/Scope e enriquecido com a Abordagem de Projetos. A pesquisa, qualitativa, configura um estudo de caso instrumental, colaborativo, em que uma professora de uma escola municipal de Educação Infantil da cidade de São Paulo desenvolve, com crianças de quatro anos, a prática de contar história em um ambiente que estimula a cooperação, o lúdico e as narrativas. Os resultados indicam que, segundo concepções brunerianas, as narrativas infantis binárias, como bruxa boa e má, morar perto e longe, caixa grande e pequena, evidenciam estruturas típicas do pensamento infantil, que auxiliam no processo de categorização de situações do cotidiano. Práticas de contar histórias, de ouvir a criança e de criar espaço para a recriação de narrativas são coerentes com pedagogias que respeitam as formas de representação do mundo da criança, como a abordagem de projetos.Challenging traditional adult-centered pedagogy, an early childhood education teacher conducts projects with the participation of children in a classroom with diversified areas for free playing. By making use of a project-based approach integrated to the foundations of High/Scope, the teacher values the knowledges and narratives of

  15. Avaliação e intervenção de bebês em instituição de acolhimento infantil

    OpenAIRE

    LOPES, Andreza Mourão

    2013-01-01

    O presente estudo aborda a avaliação e intervenção com bebês em uma instituição de acolhimento infantil na cidade de Belém-Pa, através da aplicação da Escala de Desenvolvimento do Comportamento da Criança – EDCC e de um programa de atividades elaborado pela pesquisadora para a estimulação precoce/essencial das habilidades motoras, cognitivas, linguagem e afetivas. Dados referentes à história pregressa de todas as crianças envolvidas no estudo também foram considerados e obtidos por m...

  16. Imunidade passiva, ingestão de colostro e mortalidade em cabritos Moxotó criados em sistemas extensivo e intensivo Passive immunity, colostrum ingestion, and mortality of Moxotó kids raised under extensive and intensive breeding systems

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    C.M. Soares

    2010-06-01

    Full Text Available Dosou-se a proteína sérica total para avaliar a aquisição de imunidade passiva em cabritos Moxotó. Para tal, formaram-se quatro grupos experimentais, sendo dois sistemas de criação, extensivo e intensivo, e dois manejos de colostro, ingestão natural e artificial. Tanto no sistema intensivo quanto no extensivo, os teores de proteína no soro foram significativamente mais altos nos animais com ingestão natural de colostro, 7,11±0,2g/dL, do que nos com ingestão artificial, 6,35±0,17g/dL. Independentemente da forma de ingestão de colostro, os cabritos do sistema intensivo tiveram teores de proteína sérica total, 7,21±0,19g/dL, mais elevados que os do sistema extensivo, 6,25±0,18g/dL, no entanto a imunidade passiva foi satisfatória nos dois grupos de animais. Ocorreu alta mortalidade de crias no sistema extensivo, 37%, devido ao complexo hipotermia/inanição em decorrência dos baixos níveis de colostro ingeridos. No sistema intensivo de criação não ocorreu mortalidade de cabritos. A produção de colostro das cabras criadas intensivamente, 163,5±14,71mL, foi mais alta que das cabras criadas extensivamente, 53,75±19,12mL. O peso total dos cabritos foi semelhante nos dois sistemas de criação, 2881±252,78g no sistema extensivo, e 2297±194,59g no sistema intensivo. Conclui-se que a ingestão de colostro nos dois sistemas de produção permitiu adequada aquisição de imunidade em cabritos, porém o sistema extensivo determinou severa deficiência nutricional nas mães, com baixa produção de colostro e graves perdas de neonatos.The acquisition of passive immunity in Moxotó kids was determined by dosages of total serum proteins. Four experimental groups were formed in two breeding systems - extensive and intensive - and two managements of colostrum intake - suckling from the mother or supplying in bottles. In both breeding systems, the serum protein levels were significantly higher in kids with natural ingestion of

  17. Transtorno de Estresse Pós-Traumático e Perceção da Doença em Jovens Sobreviventes de Cancro Infantil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elisa Kern de Castro

    2015-07-01

    Full Text Available ObjetivoEste estudo teve como objetivo avaliar a presença de Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT e a sua relação com a perceção da doença numa amostra de 65 jovens sobreviventes de cancro infantil, com uma média de idades de 19 anos (DP = 2,70 e que tinham terminado o tratamento, em média, há sete anos.MétodoForam aplicados instrumentos para obtenção de dados sociodemográficos e clínicos, de sintomas de TEPT – “Posttraumatic Stress Disorder Checklist – Civilian” (PCL-C e de perceção da doença – “Revised Illness Perception Questionnaire for Healthy People” (IPQ-RH.ResultadosA presença de sintomas de TEPT variade 9,2% a 18,5% na amostra, e a perceção da doença esteve correlacionada com os sintomas deste transtorno. As subescalas Representação Emocional e Coerência da Doença (IPQ-RH, foram preditoras dos sintomas de Reexperiência (β = 0,0370; p < 0,01; β = 0,261; p < 0,05, respetivamente. A subescala Representação Emocional (IPQ-RH também foi preditora de sintomas de Esquiva (β = 0,330; p < 0,001.ConclusãoConcluiu-se que a perceção da doença deve ser investigada para prevenir os sintomas de TEPT em sobreviventes de câncer infantil.

  18. Realidad actual de la triste y desesperante mortalidad materna

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fadlalla Bahsas Bahsas

    2015-05-01

    Full Text Available Si bien el anuncio viene a completar el mandato del Plan de la Patria 2013-2019, que tiene entre sus objetivos “garantizar que los partos sean atendidos en condiciones seguras y reducir las tasas de mortalidad materna, perinatal e infantil”. “La tasa de mortalidad Infantil y Materna son indicadores que determinan el nivel del desarrollo del País”, sin embargo en la práctica en nuestro país, la mortalidad infantil y materna ha ido en ascenso en los últimos años. La muerte materna es un indicador claro de injusticia social, inequidad de género y pobreza: el que un embarazo o parto desemboque en la muerte de la mujer refleja problemas estructurales, tanto de acceso como de atención a la salud; de hecho es el más dramático de una serie de eventos que revelan la falta de acciones para atender la situación de atraso, marginación y rezago en la que vive un sector de las mujeres pobres; así como las personas que conviven con ellas, del personal de salud y autoridades gubernamentales. Por otro lado, da cuenta de una serie de relaciones económicas, sociales y culturales que ubican a la mujer en una franca desventaja.

  19. INTERAÇÕES VIRTUAIS ENTRE TUTORES E ESTUDANTES NO MOODLE: PROCESSOS EDUCATIVOS EM CONTEXTO DE ESTÁGIO NA EDUCAÇÃO INFANTIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luana Zanotto

    2017-01-01

    Full Text Available O artigo tem como objetivo identificar processos educativos desencadeados pela troca de e-mails internos no Moodle, entre tutoras virtuais e estudantes na disciplina de ‘Estágio Supervisionado em Educação Infantil’, em um curso de Pedagogia a distância. Aproximar-se desta ferramenta de interação virtual, delega destaque à tecnologia como mediação de processos de ensino e aprendizagem que podem ser lidos a partir da compreensão de práticas sociais. Compreende-se que as interações virtuais revelaram uma relação pedagógica de qualidade, promotoras do acesso legítimo aos conhecimentos científicos no campo da docência na educação infantil. As relações humanas efetivadas colaboraram à construção de vínculos afetivos entre estudantes e tutoras, de modo que a identificação dos processos educativos puderam constituir conhecimentos compartilhados, que transcenderam dúvidas de ordem técnica da disciplina e estimularam a análise crítica da realidade encontrada em estágio.

  20. A hipermídia como expressão do conteúdo dramático em narrativa digital interativa: uma análise em livro digital interativo infantil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Deglaucy Jorge Teixeira

    2015-07-01

    Full Text Available A produção e a oferta de livros digitais estão em crescente expansão, principalmente dos ebooks com maior possibilidade de interação - os livros digitais interativos infantis, também denominados de book apps infantis. No entanto, neste conteúdo, a falta de coerência entre informações midiáticas, interatividade e informações narrativas pode distrair a atenção do leitor, prejudicando a apreensão do texto. Diante disso, o objetivo deste estudo foi propor uma análise para livro digital interativo infantil, na perspectiva do design de hipermídia, relacionando os elementos expressivos da hipermídia com o conteúdo dramático da narrativa. Nesse sentido, realizou-se uma pesquisa qualitativa de natureza aplicada com base exploratória e descritiva para análise do book apps infantil Cowzat!, vencedor Digital Book Awards 2014. Os resultados mostraram a importância de relacionar os elementos de expressão da hipermídia com o conteúdo dramático para que as informações em uma narrativa digital façam sentido e envolvam o leitor na história de forma integral.

  1. Comparação da mortalidade neonatal em recém-nascidos de muito baixo peso ao nascimento, em maternidades do Município do Rio de Janeiro, Brasil Comparison of neonatal mortality in very low birth weight newborns at maternity hospitals in the city of Rio de Janeiro, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Luiz Muniz Bandeira Duarte

    2005-10-01

    Full Text Available Foi realizada a comparação das taxas de mortalidade neonatal em quatro maternidades do Município do Rio de Janeiro, Brasil. A população estudada foi de recém-nascidos com peso inferior a 1.500g. O instrumento utilizado foi um questionário com dados informados pela mãe e o prontuário médico. Foram calculados, para cada instituição, as Razões Padronizadas de Mortalidade (RPM com o método direto e indireto, tendo como padrão a distribuição por peso do National Institute of Child Health and Human Development Neonatal Research. A amostra final apresentou 487 recém-nascidos. As padronizações pelo método direto e indireto mostraram elevadas taxas de mortalidade em todas as instituições; as que apresentaram a maior quantidade de recém-nascidos nas faixas com os menores pesos, foram aquelas que mostraram os menores valores de RPM. A menor razão de mortalidade por faixa de peso foi encontrada na faixa de peso entre 500 e 749g. Os resultados da RPM estão inversamente associados ao quantitativo populacional de recém-nascidos nas faixas com os menores pesos. Os coeficientes de mortalidade mostraram taxas altas, principalmente nas faixas de peso mais elevados. Os resultados apontam para uma qualidade deficiente na atenção perinatal.This study was a comparison of neonatal mortality rates in four maternity hospitals in the city of Rio de Janeiro, Brazil. The study population consisted of newborns with birth weight below 1,500g. The research instrument was a questionnaire with data reported by the mother and collected from the patient record. For each maternity hospital the standardized mortality ratio (SMR was calculated using the direct and indirect method, using the weight distribution of the National Institute of Child Health and Human Development Neonatal Research as the standard. The final sample consisted of 487 newborns. Standardizations by the direct and indirect method showed high mortality rates in all four institutions

  2. Circulatory disease mortality rates in the elderly and exposure to PM2.5 generated by biomass burning in the Brazilian Amazon in 2005 Mortalidad por enfermedades cardiovasculares en los ancianos y la exposición a PM2,5 como resultado de la quema en la Amazonia brasileña en 2005 Mortalidade por doenças circulatórias na população idosa e exposição a PM2,5 em decorrência das queimadas na Amazônia brasileira em 2005

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliane Ignotti

    2013-03-01

    material particulado fino com as taxas de mortalidade por doenças circulatórias em idosos na Amazônia brasileira. Trata-se de um estudo ecológico das taxas de mortalidade por doenças circulatórias, infarto agudo do miocárdio e doença cerebrovascular em microrregiões da Amazônia brasileira. O indicador de exposição ambiental foi estimado em porcentagem de horas de PM2,5 > 25µg/m³ dividido pelo número total de horas estimadas de PM2,5 em 2005. A associação do indicador de exposição com as taxas de mortalidade por doenças do aparelho circulatório foi maior para o grupo mais idoso. A taxa de mortalidade por doença cerebrovascular não mostrou associação com indicador de exposição. As doenças do aparelho circulatório em idosos residentes na Amazônia têm sido influenciadas pela poluição atmosférica resultante das emissões causadas por incêndios.

  3. O coordenador pedagógico e o seu papel na formação continuada em serviço do professor de educação infantil (creche)

    OpenAIRE

    Zumpano, Viviani Aparecida Amabile

    2010-01-01

    O objetivo desta pesquisa foi investigar o papel do coordenador pedagógico no processo de formação continuada em serviço do professor de educação infantil que atua em creches. A pesquisa contou com duas participantes, que atuam como coordenadoras pedagógicas em duas creches pertencentes à rede indireta e conveniada particular, ambas ligadas ao Município de São Paulo. Utilizamos como instrumento para a coleta de dados duas entrevistas do tipo semiestruturado. O referencial teóri...

  4. Relação entre a patogenicidade do Schistosoma mansoni em camundongos e a susceptibilidade do molusco vetor: III. Mortalidade, pesos corporal e das vísceras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Zanotti-Magalhães Eliana Maria

    1995-01-01

    Full Text Available Estudou-se a relação entre o desenvolvimento da hepatomegalia, da esplenomegalia, peso corporal e taxa de mortalidade em camundongos experimentalmente infectados por Schistosoma mansoni com o grau de susceptibilidade de Biomphalaria glahrata e B. tenagophila nas quais se desenvolveram as cercárias infectantes respectivamente, das linhagens BH e SJ. Foram utilizados como hospedeiro definitivo camundongos Swiss, SPF e como hospedeiros intermediários populações de moluscos selecionados geneticamente para o caráter susceptibilidade. Foram observados menores pesos corporais e das visceras em camundongos infectados com cercárias provenientes de moluscos que apresentaram elevado grau de susceptibilidade. A maior susceptibilidade dos moluscos à infecção pelo S. mansoni correspondeu a uma menor sobrevivência dos camundongos infectados. Os resultados fazem crer que a maior adaptação do parasita ao hospedeiro intermediário, traduzidos pelas taxas mais elevadas de susceptibilidade, pode levar a um comportamento diferente deste parasita no hospedeiro definitivo.

  5. Distribuição espacial da taxa de mortalidade infantil e principais determinantes no Ceará, Brasil, no período 2000-2002 Spatial distribution of the infant mortality rate and its principal determinants in the State of Ceará, Brazil, 2000-2002

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Gomes Bezerra Filho

    2007-05-01

    Full Text Available A distribuição geográfica dos agravos à saúde e sua relação com potenciais fatores de risco vêm abrindo um vasto campo para a investigação epidemiológica. O presente estudo visa a identificar padrões de distribuição espacial dos componentes neonatal (TMIN e pós-neonatal (TMIP da taxa de mortalidade infantil (TMI dos municípios do Ceará, Brasil, e discute os principais fatores sócio-econômicos, demográficos e de atenção à saúde que contribuíram para dependência espacial destes componentes. Trata-se de um estudo ecológico transversal, utilizando regressão linear múltipla, cuja análise espacial desses componentes foi obtida através do índice de Moran. Conclui-se que as condições de assistência à gravidez, ao parto e ao recém-nascido somadas a uma melhor distribuição de renda são decisivas para a sobrevivência no primeiro mês de vida, enquanto que a má alimentação, imunização, saneamento, educação e situação econômica são possíveis determinantes da mortalidade pós-neonatal. Reconhece-se a importância que as ações de atenção seletiva à saúde exercem para o declínio da TMI. No entanto, mudanças estruturais e intersetoriais são as que irão gerar a sustentabilidade necessária para levar esse indicador ao nível dos países desenvolvidos.The geographic distribution of health problems and its relationship to potential risk factors has opened a vast field for epidemiological research. The present study aims to identify spatial distribution patterns for the neonatal and post-neonatal components of the infant mortality rate (IMR in Ceará State, Brazil, and discuss the main socioeconomic, demographic, and healthcare factors contributing to the spatial dependence of these components. This cross-sectional ecological study uses multiple linear regression, in which spatial analysis of the components was obtained through the Moran index. Prenatal, childbirth, and neonatal care as well as improved

  6. Fatores de risco para mortalidade em octogenários submetidos a cirurgia de revascularização miocárdica Factores de riesgo para mortalidad en octogenarios sometidos a cirugía de revascularización miocárdica Risk factors for mortality in octogenarians undergoing myocardial revascularization surgery

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isaac Newton Guimarães

    2011-02-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Idade maior a 80 anos não é, por si só, o único fator de risco para a mortalidade em revascularização miocárdica. OBJETIVO: Identificar fatores de risco para a mortalidade em pacientes octogenários submetidos a revascularização miocárdica. MÉTODOS: Estudamos 164 pacientes, com idade igual ou maior a 80 anos. As variáveis estudadas foram: sexo, idade (em anos, fração de ejeção do ventrículo esquerdo (FEVE, reoperação, cirurgia de emergência, número de artérias revascularizadas, uso da artéria torácica interna esquerda (ATIE, uso de circulação extracorpórea (CEC, cirurgia associada, revascularização da artéria interventricular anterior (AIVA e uso de balão intra-aórtico (BIA. A análise estatística foi feita por meio de análises descritiva, univariada e multivariada por regressão logística. Foram considerados significância estatística os valores de p FUNDAMENTO: Edad mayor a 80 años no es, por si sola, el único factor de riesgo para la mortalidad en revascularización miocárdica. OBJETIVO: Identificar factores de riesgo para la mortalidad en pacientes octogenarios sometidos a revascularización miocárdica. MÉTODOS: Estudiamos 164 pacientes, con edad igual o mayor a 80 años. Las variables estudiadas fueron: sexo, edad (en años, fracción de eyección del ventrículo izquierdo (FEVI, reoperación, cirugía de emergencia, número de arterias revascularizadas, uso de la arteria torácica interna izquierda (ATII, uso de circulación extracorpórea (CEC, cirugía asociada, revascularización de la arteria interventricular anterior (AIVA y uso de balón intraaórtico (BIA. El análisis estadístico fue hecho por medio de análisis descriptivo, univariado y multivariado por regresión logística. Fueron considerados de significación estadística los valores de p BACKGROUND: The complexity of reentrant circuits related to ventricular tachycardias decreases the success rate of radiofrequency

  7. Violência e desigualdade social: mortalidade por homicídios e condições de vida em Salvador, Brasil Violence and social inequalities: mortality rates due to homicides and life conditions in Salvador, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana C Macedo

    2001-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: A relação entre pobreza e violência tem sido questionada por alguns autores. Nesse sentido, foi realizado estudo com o objetivo de analisar os diferenciais intra-urbanos de mortalidade por homicídio segundo as condições de vida. MÉTODOS: Estudo de agregados referente aos anos de 1991 e 1994, considerando as 75 zonas de informação de Salvador, BA, e a classificação de sua população em quatro estratos de condições de vida, a partir das variáveis renda e escolaridade. Para cada estrato, foram calculados a taxa de mortalidade por homicídios e o risco relativo de morte para o estrato de piores condições de vida em relação aos demais. Os dados foram obtidos de declarações de óbito, dos registros do Instituto Médico Legal e do Censo Demográfico de 1991. Foram calculados os intervalos de confiança a 95%, mediante o aplicativo Confidence Interval Analysis. RESULTADOS: As taxas de mortalidade por homicídio mais elevadas foram registradas nas áreas mais pobres da cidade. O risco relativo de morte por essa causa entre o estrato de piores e o de melhores condições de vida variou entre 2,9 e 5,1, sendo essa relação estatisticamente significante em nível de 5%. CONCLUSÃO: Os achados são sugestivos das possíveis relações entre homicídios e desigualdades sociais, o que levou a discussões sobre a relevância de iniciativas organizadas para a redução da violência.INTRODUCTION: Some studies have been questioning the association between poverty and violence. This study's purpose is to assess the distribution of homicide indicators associated with living conditions in Salvador, Brazil. METHODS: A cluster study for the years 1991 to 1994 was carried out including the 75 data centers of the city of Salvador, BA, Brazil. Using death certificates for the study period, yearly mortality rates and mortality ratios were estimated. The 1991 census data of monthly wages and years of education for all family providers were

  8. Prevalência de enteroparasitos em crianças de uma unidade de educação infantil municipal de Rondonópolis – MT

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jéssica Teixeira Zamprone

    2017-04-01

    Full Text Available Objetivos: Este estudo teve como um de seus objetivos avaliar a presença de enteroparasitos em crianças que frequentavam um Centro de Educação Municipal Infantil (CMEI de Rondonópolis - MT. Métodos: Foram realizadas as coletas das amostras fecais no período de março a maio de 2016 e, posteriormente, analisadas pelo método de Hoffman, Pons e Janer (HPJ no laboratório de Ciências Básicas da Universidade Federal de Mato Grosso, Campus Universitário de Rondonópolis, finalizando com um questionário sócio demográfico de fatores de risco para a infecção. Resultados: Entre as 57 crianças pesquisadas, detectou-se positividade para enteroparasitoses em 10 (17,54% delas, o parasita mais prevalente foi a Giardia lamblia (70%. Em relação ao sexo, a maior positividade das amostras se deu entre crianças do sexo masculino. Conclusão: Os achados dessa pesquisa demonstram que, embora o Ministério da Saúde venha aplicando medidas de controle dos enteroparasitos como o Programa Saúde na Escola, mais medidas deverão ser tomadas, principalmente pelos profissionais de saúde da Atenção Primária. Uma medida simples e eficaz é a educação em saúde executada de forma específica para a conscientização dessas crianças e de seus responsáveis sobre cuidados e higienização para uma melhor qualidade de vida.

  9. O discurso religioso em uma escola de Educação Infantil: entre o silenciamento e a discriminação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jordanna Castelo Branco

    2015-11-01

    Full Text Available This article discusses some of the results of a dissertation conducted in the Post Graduate Program in Education at the Federal University of Rio de Janeiro, developed in a municipal school for early childhood education of the municipality of Duque de Caxias, located in the Metropolitan Region of Rio de Janeiro, Brazil. It is an ethnographic research with participants observations in a class of children aged 5 and 6 years old from October 2010 to August 2011. Theory is based on studies of Bakhtin (1995, 2006, secularism (BOBBIO, 1999; CUNHA, 2011; FISHMANN, 2008, and philosophy and sociology of childhood (BENJAMIN, 1993; CORSARO, 2009, 2011; SARMENTO, 2010. This article aims to analyze how religious discourses that circulate in the everyday life of a public school for early childhood education are articulated ethno-racial issues, causing in public school exclusion and discrimination. The study found that non secular public school, with the naturalization of public explanation of a creed and the use school as a place of evangelization, disregards the differences and has prejudices against mainly to African-Brazilian religions. Este artigo discute parte dos resultados de uma dissertação de mestrado realizada no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro, desenvolvida em uma escola de Educação Infantil da rede municipal de ensino de Duque de Caxias, cidade situada na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, Brasil. Trata-se de uma pesquisa etnográfica que contou com observações participantes em uma turma de crianças de 5 e 6 anos de idade no período de outubro de 2010 a agosto de 2011. Fundamenta-se teoricamente nos estudos da linguagem de Bakthin (1995, 2006, da laicidade (BOBBIO, 1999; CUNHA, 2011; FISCHMANN, 2008 e da filosofia e sociologia da infância (BENJAMIN, 1993; CORSARO, 2009, 2011; SARMENTO, 2010. O presente artigo tem como objetivo analisar como discursos religiosos que circulam pelo

  10. Incremento, ingresso e mortalidade em uma floresta de contato ombrófila aberta/estacional em Marcelândia, Estado do Mato Grosso Increment, entry and mortality in a open/seasonal ombrophilous contact forest into Marcelândia, Mato Grosso State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Chirle Colpini

    2010-09-01

    Full Text Available Esta pesquisa teve por objetivo estudar o incremento em diâmetro, área basal e volume, o ingresso e a mortalidade de uma floresta ombrófila aberta/estacional no município de Marcelândia. Os dados são provenientes de 69 parcelas permanentes instaladas e medidas em 2001 e remedidas em 2003 e 2007. Foram avaliados o número de indivíduos e os incrementos em diâmetro, área basal e volume para o período de 2001 a 2007. O ingresso foi determinado como sendo as árvores que atingiram ou ultrapassaram o diâmetro de 17 cm. A mortalidade foi calculada pela soma de todas as árvores com diâmetro igual ou superior a 17 cm encontradas mortas em cada medição. No período considerado de seis anos, teve como resultado para o incremento em diâmetro, área basal e volume respectivamente, 0,34 cm; 0,22 m².ha-1 e 2,11 m³.ha-1. Os valores médios para as taxas de mortalidade e ingresso foram, respectivamente, 0,78% e 0,30%.This research aimed to study the increase in diameter, basal area, volume, the entry, and the mortality of an open/seasonal ombrophilous forest in the city of Marcelândia. Data were collected in 69 permanent plots established in 2001 and remeasured in 2003 and 2007. The number of individuals and the increases in diameter, basal area, and volume for the period 2001 to 2007 were evaluated. The entry was determined by the trees that have reached or exceeded a diameter of 17 cm. Mortality was calculated as the sum of all found dead trees in each measurement with a diameter equal or more than 17 cm. In the considered period of six years, the results to the increase in diameter, basal area, and volume were respectively, 0.34 cm, 0.22 m².ha-1, and 2.11 m³.ha-1. The average values for the mortality rates and entry respectively were 0.78% and 0.30%.

  11. Da materialidade dos corpos à materialidade do crime: à materialização da pornografia infantil em investigações policiais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Laura Lowenkron

    2013-12-01

    Full Text Available O objetivo do artigo é discutir como os corpos que servem de suporte para a construção da materialidade dos "crimes de pornografia infantil" são construídos/materializados em face do olhar investigativo policial. Partindo do pressuposto de que não existe uma realidade corporal pré-discursiva sobre a qual se realiza a construção social, sugiro que as operações analíticas realizadas em relação ao sexo/gênero podem ser utilizadas para compreender a artificialidade da divisão entre maturidade sexual fisiológica (puberdade e social e, de modo mais amplo, o processo de diferenciação e identificação visual dos corpos quanto aos atributos físicos de idade. Essas formulações conceituais ganham materialidade na descrição etnográfica das análises policiais que definem as imagens que podem ser classificadas como "pornográficas" e os corpos que podem ser identificados como "infantis", explicitando como o olhar detetivesco constitui a materialidade do crime e a materialidade dos corpos reciprocamente, produzindo assim os corpos que governa.

  12. Estudo da morbidade e da mortalidade perinatal em maternidades. I-Descrição do projeto e resultados gerais A study of perinatal morbidity and mortality in maternity-hospitals

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ruy Laurenti

    1984-12-01

    Full Text Available É descrito estudo sobre morbidade e mortalidade ocorridas no período perinatal por meio da coleta de dados referentes ao evento, ao produto e à mãe. O estudo foi feito, de maneira coordenada e padronizada, em nove maternidades, sendo sete no Estado de São Paulo, uma no Rio de Janeiro e outra em Florianópolis, SC, o que possibilitou a coleta de dados referentes à 13.130 eventos, dos quais 12.782 eram nascidos vivos; 217 nascidos mortos e 131 abortos. Esta apresentação é a primeira de uma série e que visou descrever detalhadamente o projeto, bem como apresentar alguns resultados globais, sendo que resultados mais específicos serão apresentados futuramente. Dentre os resultados globais chama a atenção a alta mortalidade perinatal, a alta percentagem de cesária e o baixo peso nos casos de nascidos mortos ser, aproximadamente, cinco vezes mais forte que o baixo peso ao nascer nos casos de nascidos vivos.Collecting data on deliveries, newborn and mothers, in maternity-hospitals, is the best way to conduct research into perinatal morbidity and mortality. The kind of study which was carried out in nine Brazilian maternity-hospitals, seven of then situated in cities in the State of S. Paulo, one in Rio de Janeiro and another in Florianópolis, Santa Catarina, is described. The study called for the collection of data on 13,130 deliveries, of which 12,782 were live births, 217 still-births and 131 abortions. This is the first of a series of papers; the aims of this one are to describe the project and to present some general results; however, more specific results will be presented in the future. The high perinatal mortality rate, the high proportion of cesarian sections and the several times greater incidence of low birth-weight in still-births as compared with live births, deserved particular attention.

  13. Obesidade infantil: uma reflexão sobre dinâmica familiar numa visão etnográfica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcio Flávio Moura de Araújo

    2006-01-01

    Full Text Available Estudo reflexivo que tem como objetivo enfocar a contribuição da Etnografia para o cuidado de Enfermagem relacionado à obesidade infantil numa dinâmica familiar inadequada. O presente artigo aborda a ascensão da obesidade no Brasil, particularmente na população infantil e tenta compreender de que maneira esta doença pode estar vinculada a características familiares como: sedentarismo, hiperfagia, desmame precoce e padrões culturais prejudiciais à saúde. A reflexão ressalta que, nessa compreensão, o enfermeiro pode utilizar a Etnografia, a fim de entender o simbolismo que exerce o alimento na família e suas repercussões na educação alimentar infantil. Conclui-se que a Etnografia aguça a percepção do enfermeiro, podendo facilitar a implantação da educação em saúde nessas famílias onde a adiposidade infantil surge devido uma conjectura propícia para a sua gênese. Dessa forma, a Enfermagem contribui para uma melhoria da qualidade de vida dos obesos e para redução da morbi-mortalidade de patologias associadas à obesidade.

  14. Fatores de risco para mortalidade neonatal em crianças com baixo peso ao nascer Factores de riesgo para mortalidad neonatal en niños con bajo peso al nacer Risk factors for neonatal mortality among children with low birth weight

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adolfo Monteiro Ribeiro

    2009-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar os fatores de risco associados aos óbitos neonatais em crianças com baixo peso ao nascer. MÉTODOS: Realizou-se um estudo de coorte, composto pelos nascidos vivos com peso entre 500 g e 2.499 g, residentes no Recife (PE, entre 2001 e 2003, produtos de gestação única e sem anencefalia. Os dados sobre os 5.687 nascidos vivos e 499 óbitos neonatais, provenientes do Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos e do Sistema de Informações sobre Mortalidade, foram integrados pela técnica de linkage. Em modelo hierarquizado, as variáveis dos níveis distal (fatores socioeconômicos, intermediário (fatores de atenção à saúde e proximal (fatores biológicos foram submetidas à análise univariada e regressão logística multivariada. RESULTADOS: Com o ajuste das variáveis na regressão logística multivariada, as variáveis do nível distal que permaneceram significantemente associadas com o óbito neonatal foram: a coabitação dos pais, número de filhos vivos e tipo de hospital de nascimento; no nível intermediário: número de consultas no pré-natal, complexidade do hospital de nascimento e tipo de parto; e no nível proximal: sexo, idade gestacional, peso ao nascer, índice de Apgar e presença de malformação congênita. CONCLUSÕES: Os principais fatores associados à mortalidade neonatal nos nascidos vivos com baixo peso estão relacionados com a atenção à gestante e ao recém-nascido, redutíveis pela atuação do setor saúde.OBJETIVO: Analizar los factores de riesgo asociados a los óbitos neonatales en niños con bajo peso al nacer. MÉTODOS: Se realizó un estudio de cohorte, compuesto por los nacidos vivos con peso entre 500 g y 2.499 g, residentes en Recife (Noreste de Brasil, entre 2001 y 2003, productos de gestación única y sin anencefalia. Los datos sobre los 5.687 nacidos vivos y 499 óbitos neonatales, provenientes del Sistema de Informaciones sobre Nacidos Vivos y del Sistema de

  15. Infantile sexuality

    DEFF Research Database (Denmark)

    Zeuthen, Katrine Egede; Gammelgård, Judy

    2010-01-01

    When first presented, Freud´s theory of infantile sexuality was a scandal. Not only was the claim that the small child sucking at the mother´s breast experiences a kind of pleasure that Freud without hesitation named sexual, the theory also turned the common understanding of human sexuality up-si...

  16. Estudo comparativo entre contextos de brincadeiras em instituição de acolhimento infantil = Comparative study of contexts of play in the host institution for children = Estudio de comparación entre contextos de juegos en institución de acogida infantil

    OpenAIRE

    Oliveira, Luísa Sousa Monteiro

    2015-01-01

    O objetivo deste trabalho foi descrever e comparar as brincadeiras ocorridas em contextos: estruturado (CE) e semiestruturado (CSE) em uma instituição de acolhimento infantil. Participaram 10 crianças de cinco a seis anos, com tempo de acolhimento que variou de um a 12 meses. As sessões observacionais foram realizadas no CE (brinquedoteca) e no CSE (barracão, playground e piscina). Realizaram-se 117 registros de cinco minutos, totalizando 585 minutos de observação. Os resultados mostraram que...

  17. Expectativa de vida ao nascer e mortalidade no Brasil em 1999: análise exploratória dos diferenciais regionais Life expectancy at birth and mortality in Brazil, 1999: exploratory analysis of regional differences

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elisabeth Carmen Duarte

    2002-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar as desigualdades quanto ú distribuição de indicadores de saúde nas regiões e estados brasileiros, segundo indicadores de nível socioeconômico e demográfico no ano de 1999. MÉTODO: Realizou-se um estudo transversal ecológico, com enfoque exploratório, tendo como unidade de análise os estados (n = 27 e regiões (n = 5 brasileiras. Calcularam-se medidas descritivas de desigualdade. A correlação de Pearson e a análise de regressão linear foram utilizadas para identificar associações entre indicadores de saúde e indicadores de nível socioeconômico e demográficos selecionados. Os indicadores de saúde analisados foram a expectativa de vida ao nascer; a taxa de mortalidade infantil; mortalidade da criança (OBJECTIVE: To analyze the inequalities found using health indicators in the states and regions of Brazil, according to 1999 socioeconomic and demographic indicators. METHODS: An exploratory ecological cross-sectional study was carried out. The units of analysis were Brazilian states (n = 27 and regions (n = 5. Descriptive measures of inequality were calculated. PearsonÆs correlation and also linear regression analysis were used to identify associations between health indicators and selected socioeconomic and demographic indicators. The health indicators analyzed were: life expectancy at birth, infant mortality rate, mortality rate for children < 5 years due to acute diarrheal diseases and to acute respiratory infections, and deaths due to homicides and traffic accidents. RESULTS: Important gains were seen in life expectancy at birth over the 1991-1999 period, especially for males. There was a trend towards larger gains in states that had had lower life expectancy at birth in 1991, which produced greater homogeneity across Brazil in this indicator in recent years. The infant mortality rate decreased by 28% between 1991 and 1999. However, this indicator still varies widely among the regions-from 52.5 per 1 000

  18. Efeitos de um programa de educação infantil em famílias de catadores de papel de Belo Horizonte Efectos de un programa de educación infantil en familias de cartoneros de Belo Horizonte Effect of one program of infantile education in families of catadores of paper of Belo Horizonte

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Beatriz Graveli de Sousa Barbosa

    2012-06-01

    Full Text Available Este artigo apresenta os percursos teórico-metodológicos e os resultados de um estudo sobre a avaliação de impacto do Programa Primeira Escola da Rede Municipal de Ensino de Belo Horizonte sobre as famílias das crianças que se encontravam matriculadas na Unidade Municipal de Educação Infantil - UMEI - Carlos Prates - Danielle Mitterrand, no ano de 2004. A pesquisa buscou dados sobre a situação das crianças e suas famílias no ano de 2004, quando a UMEI foi inaugurada, e em 2008, quando foi realizado o trabalho de campo. Os dados empíricos possibilitaram avaliar o impacto da UMEI na renda e no orçamento familiar, nos hábitos de higiene, na saúde e no desenvolvimento cognitivo das crianças.Este artículo presenta la trayectoria teórico-metodológica y los resultados del estudio respecto a la evaluación del impacto del Programa Primera Escuela de la Red Municipal de Enseñanza de Belo Horizonte hacia las familias de los niños que estabam matriculados en la Unidad Municipal de Educación Infantil - UMEI - Carlos prates - Danielle Miterrand, en el año 2004. La investigación buscó datos sobre la situación de los niños y sus famílias en el año 2004, cuando se puso en funcionamiento la UMEI y, también, 2008, cuando fue realizada la investigación de campo. Los datos empíricos posibilitaron que se evaluara el impacto de la UMEI en la renta y en el presupuesto familiar, en los hábitos de higiene, en la salud y en el desarrollo cognitivo de los niños.This paper presents the theoretical-methodological paths and results of the study on assessment of the impact of the First School Program of Belo Horizonte's Municipal Education Network over the families of children that were enrolled in the Unidade Municipal de Educação Infantil [Municipal Unit of Early Childhood Education] - UMEI - Carlos Prates - Danielle Mitterrand in 2004. The survey collected data on the situation of children and their families in 2004, when UMEI was

  19. Nervous system cancer mortality in an industrialized area of Brazil 1980 - 1993 Mortalidade por câncer do sistema nervoso em uma área industrializada do Brasil 1980-1993

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    MARCILIA DE A. MEDRADO-FARIA

    2000-06-01

    Full Text Available OBJECTIVES: The industrialization process and nervous system cancer (NSC mortality in a urban region of Brazil. METHOD: From registries of the State System of Data Analysis Foundation (SEADE, 103 males deaths by NSC (ICD-9 in Baixada Santista (BS, from 1980 to 1993 were selected. Mortality ratios were calculated comparing the standardized mortality rate for ages over 10 years old (G1 and for the age group from 35 to 64 years old, in the industrialized and non-industrialized areas in three periods: 1980-1993, 1980-86, 1987-93. RESULTS: A statiscally significant high mortality was observed in the industrialized area, for ages over 10 in all periods and only from 1980 to 1993 for ages from 34 to 64. The highest mortality ratio occurred from 1980-86 for ages over 10 - 4.12 (CI 1.79-9.42. CONCLUSION: High mortality was probably related to the environmental and occupational exposure to many organic and inorganic chemical substances, considered carcinogenics, such as aliphatic and aromatic hydrocarbons, organochlorinated, formaldehyde, nitrogenated compounds and heavy metals, found in the port and industrial complex. We discuss the importance of case-control studies in characterizing the association of these and other risk factors in the determination of NSC.OBJETIVO: Estudar o processo de industrialização e a mortalidade por câncer do sistema nervoso (CSN em uma região urbana do Brasil. MÉTODO: Foram selecionados dos registros das Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados Estatísticos (SEADE, 103 óbitos por CSN (ICD-9 ocorridos na Baixada Santista, no sexo masculino acima dos 10 anos, de 1980 a 1993. Calcularam-se as razões de mortalidade, padronizadas por idade, comparando as áreas industrializada e não industrializada, nos períodos de 1980-93, 1980-96 e 1987-93. RESULTADOS: Observou-se excesso significante de mortalidade na área industrializada para a população acima de 10 anos, em todos os períodos - 3.11 (CI 1.84-5.32, 4

  20. Estudo multicêntrico da mortalidade por homicídios em países da América Latina Multicentric study of deaths by homicide in Latin American countries

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edinilsa Ramos de Souza

    2012-12-01

    Full Text Available Realizou-se um estudo epidemiológico descritivo da mortalidade por homicídios em países da América Latina (Argentina, Brasil, Colômbia e México de 1990 a 2007. Analisam-se óbitos por causas externas e homicídios, codificados nas 9ª. e 10ª. revisões da Classificação Internacional de Doenças/CID, considerando-se sexo, faixa etária e meio usado na agressão. Apresentam-se números, proporções e taxas ajustadas de mortalidade por homicídios. Usou-se o modelo de regressão linear na tendência das taxas de homicídios por grupos etários. No período, os países contabilizaram 4.086.216 mortes por causas externas e 1.432.971 homicídios. Na Argentina as causas externas cresceram 54,5%, mas diminuíram nos demais (37% no México; 31,8% na Colômbia e 8,1% no Brasil. As razões de mortalidade por homicídios para ambos os sexos foram de 9,1 na Colômbia, 4,4 no Brasil e 1,6 no México, tomando-se as taxas da Argentina como referência. A evolução das taxas de homicídios por faixa etária e sexo mostrou-se distinta nos países: em todos os grupos etários foi crescente no Brasil e decrescente na Colômbia. Destaca-se a necessidade de se priorizar os jovens do sexo masculino nas políticas públicas de atenção e prevenção e da região adotar políticas inclusivas, ampliar e consolidar sua democracia e os direitos dos seus habitantes.This article is a descriptive epidemiological study of deaths by homicide in Latin American countries (Argentina, Brazil, Colombia and Mexico from 1990 to 2007. Deaths due to external causes and homicides, as codified in the 9th and 10th revisions of the International Classification of Diseases/ICD, were analyzed considering sex, age and manner of assault. The numbers, ratios and adjusted rates for deaths by homicide are presented. A linear regression model was used to ascertain the trend of homicide rates by age group. During the period, 4,086,216 deaths from external causes and 1,432,971 homicides

  1. Fatores de risco para a mortalidade de recém-nascidos de muito baixo peso em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal Factores de riesgo para la mortalidad de recién nacidos de muy bajo peso en Unidad de Terapia Intensiva Neonatal Risk factors for the mortality of very low birth weight newborns at a Neonatal Intensive Care Unit

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jair Almeida Carneiro

    2012-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar os fatores associados à mortalidade de recém-nascidos de muito baixo peso internados em uma Unidade de Terapia Intensiva Neonatal de referência no Norte de Minas Gerais, Brasil. MÉTODOS: Estudo transversal baseado na análise de prontuários de uma amostra aleatória de recém-nascidos admitidos em uma Unidade de Terapia Intensiva Neonatal de janeiro de 2007 a junho de 2010. Foram considerados elegíveis para o estudo recém-nascidos com peso inferior a 1500g, provenientes do bloco obstétrico da própria instituição. Foram identificadas variáveis demográficas maternas, variáveis relacionadas às condições de gestação e parto e variáveis do recém-nascido. A associação entre as variáveis foi aferida por meio do teste do qui-quadrado e Odds Ratio. As variáveis associadas até o nível de 25% (pOBJETIVO: Identificar los factores asociados a la mortalidad de recién nacidos de muy bajo peso, internados en una Unidad de Terapia Intensiva Neonatal de referencia en el Norte de Minas Gerais, Brasil. MÉTODOS: Estudio transversal, basado en el análisis de prontuarios de una muestra aleatoria de recién nacidos admitidos en una Unidad de Terapia Intensiva Neonatal desde enero de 2007 hasta junio de 2010. Fueron considerados elegibles para el estudio los recién nacidos con peso inferior a 1.500g, provenientes del bloque obstétrico de la propia institución. Fueron identificadas variables demográficas maternas, variables relacionadas a las condiciones de gestación y parto y variables del recién nacido. La asociación entre las variables fue verificada por medio de la prueba de chi cuadrado y Odds Ratio. Las variables asociadas hasta el nivel de 25% (pOBJECTIVE: To identify variables associated with mortality among very low birth weight infants admitted to a Neonatal Intensive Care Unit in Minas Gerais, Southeastern Brazil. METHODS: Cross-sectional study based on chart data of a random sample of premature

  2. O trabalho com espaço e forma na educação infantil: Experiências em colaboração

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karina Luiza da Silva Fernandes

    2016-11-01

    Full Text Available This report shows the experience of a work conducted with the Meli-Melo puzzle in two early childhood education classes at two different schools in the state of São Paulo, Brazil. With the work’s activities as a starting point, aspects related to space and shape, as well as quantities and measures, were approached. Children from two and a half to five years old participated in the playful activities, which had the following goals: to develop spatial and geometric skills, to allow measuring actions, to favor dialogue and to boost group work experience. There were several activities, like handling the pieces, assembling images freely or according with outlines and models, assembling three-dimensional figures, and the length game. The following questions were considered in the evaluation of the work: how was the children’s participation in large groups and small groups? How did children of different age groups engage in the different proposals? Which activities were easier or more difficult for each group? Which behaviors and conversations showed us new knowledge? The fulfillment of the planned activities showed that the children had several hypotheses regarding shapes and that they were able to identify similarities and differences, use geometry vocabulary, and discuss their thoughts, particularly when working in small groups, which favored the participation of nearly all children. We believe the work reported has allowed learnings and a contact with mathematics in early childhood education. Este relato apresenta a experiência de um trabalho com o quebra-cabeça “Meli-Melô” em duas turmas de educação infantil em Unidades Educacionais do interior de São Paulo, Brasil. A partir das atividades, trabalhamos aspectos relativos a espaço e forma e grandezas e medidas. As propostas de caráter lúdico foram realizadas com crianças de dois anos e meio a cinco anos, tendo como objetivos: desenvolver habilidades espaciais e geom

  3. INFANTILE HAEMANGIOMA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Armanda Passas

    2016-06-01

    Full Text Available Infantile hemangiomas are the most common softtissue tumors of infancy, occurring in approximately 3 to 10 percent of one-year-old children, with predominance in females. Despite the frequency of these tumors, their pathogenesis is not completely understood, and the best approach to their management remains controversial. They have a well-described natural history of rapid growth during early infancy followed by gradual involution, often leading to complete regression. Because of their spontaneous involution, most infantile hemangiomas do not require therapeutic intervention. However, in 10 to 15 % of cases, treatment is necessary because of local complications, life or physiological functioning is threatened or the long-term esthetic risk is too high.

  4. Evolução e distribuição espacial da mortalidade por causas externas em Salvador, Bahia, Brasil Trends and spatial distribution of mortality from external causes in Salvador, Bahia State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eni Devay de Freitas

    2000-12-01

    Full Text Available A partir de 1980, as mortes violentas vêm se destacando como segunda principal causa de óbito no Brasil, tornando-se um importante problema de saúde pública. Este trabalho tem como objetivo descrever a evolução e a distribuição espacial das mortes violentas no espaço urbano de Salvador, uma cidade do Nordeste do Brasil, nos anos de 1988, 1991 e 1994. Trata-se de um estudo ecológico, cujos dados de mortalidade foram obtidos das Declarações de Óbito e dos arquivos do Instituto Médico Legal. Observou-se um aumento de 34,6% no número de mortes violentas entre os anos de 1988 e 1994. As maiores taxas de mortalidade ocorreram no sexo masculino nas faixas etárias de 20-29 (192,0 a 262,0/100.000 anos e de 65 anos ou mais (188,7 a 258,1/100.000. Os homicídios destacaram-se como primeira causa de morte em cerca de 75% dos distritos sanitários. Os autores discutem a necessidade de políticas públicas integradas e um conhecimento interdisciplinar para explicar as causas e enfrentar o problema da violência.Since 1980, external causes (ICD-9 E800-E999 have been ranked as the second leading causal group for mortality in Brazil, thus becoming a major public health problem. This study aimed to describe spatial distribution trends for violent deaths in the urban setting of Salvador, a city in Northeast Brazil, for the years 1988, 1991, and 1994. An ecological study was conducted, and mortality data were obtained from death certificates and the archives of the Institute for Forensic Medicine. There was an increase of 34.6% in the number of deaths from external causes between 1988 and 1994. The highest mortality rates were among men from 20 to 29 years of age (from 192.0 to 262.0/100,000 and those 65 years and over (from 188.7 to 258.1/100,000. Homicides were the leading cause of violent deaths in about 75.0% of neighborhoods. The authors discuss the need for comprehensive public policies and an interdisciplinary approach to elucidate the causes

  5. Trabalho infantil em Franca: um laboratório das lutas sociais em defesa da criança e do adolescente Child labour in Franca: a laboratory of the lute social in defensibility of the children and adolescents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elisiane Sartori

    2006-06-01

    Full Text Available Este artigo propõe uma reflexão sobre o processo de conscientização e mobilização em torno do tema trabalho da criança, as lutas sociais no combate à sua eliminação e o processo de implementação de um dos programas mais atuantes na área - o IPEC (Programa Internacional de Eliminação do Trabalho Infantil. Através de um breve retrospecto histórico sobre a entrada do tema trabalho da criança na agenda nacional e internacional, descrevo a atuação dos atores sociais que fizeram parte da discussão e da criação de projetos e de programas de erradicação do trabalho infantil, discutindo a consolidação dos movimentos sociais em defesa das crianças e dos adolescentes. A análise das representações do trabalho infantil na família e no cotidiano das crianças e dos adolescentes está atravessada pela questão de gênero, observada nas falas das crianças e adolescentes, bem como de suas famílias.This paper proposes a reflection on the process of awareness gain and mobilization around the theme of child labor, the social struggles against the elimination of this practice, and the process of implementation of one of the most active programs in the area - the IPEC (International Programme on the Elimination of Child Labour. Through a brief retrospective history of the inclusion of the theme of child labor on both the national and international agendas, this work describes the performance of the social actors participating in the process of discussion and preparation of projects and programs for eradicating child labor. It also discusses the consolidation of the social movements engaged in defending (the rights of children and adolescents. The analysis of the representations of child labor inside the family and in the daily routine of both children and adolescents is permeated by the gender issue, which is verified in the words of children, adolescents, and their families.

  6. Perfil e trajetória de educadores em instituição de acolhimento infantil Profile and trajectory of shelter educators work

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lília Iêda Chaves Cavalcante

    2012-08-01

    Full Text Available Este estudo identificou aspectos da trajetória pessoal, profissional e institucional de educadores de abrigo, assim como sua percepção e satisfação com as atividades realizadas em uma instituição de acolhimento. Foram entrevistados 102 educadores que trabalhavam em um abrigo infantil da Região Metropolitana de Belém. O perfil traçado mostra que todos os entrevistados pertencem ao sexo feminino, sendo a maioria ainda jovem, com no máximo 35 anos, com filhos, já tendo concluído ou ainda frequentando um curso de graduação. O conjunto dos resultados demonstra que, apesar do grau de escolaridade elevado, esses educadores sentiam-se pouco preparados para lidar com crianças em acolhimento institucional e excluíam do educar o ato de cuidar. É preciso que novas estratégias de capacitação em serviço sejam pensadas, no sentido de atender às exigências colocadas pelas orientações técnicas para serviços de acolhimento de crianças e adolescentes, aprovadas em 2009.This study identified aspects of personal professional and institutional background, of shelter educators, as well as their perception and satisfaction with the activities conducted in one institution of this kind. We interviewed 102 teachers working in a child under the Metropolitan Region of Belém, whose profiles show that all respondents were young female, at most with 35 years old having children, who had completed or were attending an undergraduate course. The overall results show that despite the high level of education, the educators felt unprepared to deal with shettered children, what lead to the exclusion of care from Education. We need new strategies for in-service training should be designed in order to meet the demands placed by the technical guidelines for services for handicapped children, adopted in 2009.

  7. Utilização das informações vitais para a estimação de indicadores de mortalidade no Brasil: da busca ativa de eventos ao desenvolvimento de métodos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Germano de Frias

    Full Text Available Resumo: O artigo apresenta a construção histórica brasileira sobre a utilização das informações vitais, incorporando procedimentos de avaliação das informações e pesquisas de busca ativa de nascimentos e óbitos, que resultaram na proposição de métodos para o cálculo de indicadores de natalidade e mortalidade mediante o uso de registros contínuos. Além das pesquisas para captar eventos vitais referentes aos anos de 2000 e 2008, são apresentados os procedimentos para a correção dos eventos informados aos sistemas de informação e a mudança de paradigma no método de cálculo dos indicadores de mortalidade decorrente destas iniciativas. Adicionalmente, destacam-se os avanços na adequação das informações sobre óbitos e nascidos vivos no Brasil, as alterações nas estimativas da mortalidade infantil decorrentes da proposição de métodos, além do desafio de estimar o indicador para áreas geográficas subnacionais, com menores contingentes populacionais, que em sua maioria é composta por municípios com baixa cobertura e regularidade dos dados.

  8. Promoção da saúde e ações fonoaudiológicas em educacão infantil Health promotion and speech and language therapy actions in infantile education

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Júlia Escalda Mendonça

    2011-12-01

    Full Text Available OBJETIVOS: verificar o conhecimento de educadores de uma unidade de educação infantil de Belo Horizonte a respeito do desenvolvimento da comunicação humana e seus distúrbios em crianças e as suas concepções sobre a atuação fonoaudiológica nessas instituições MÉTODO: estudo transversal desenvolvido em três etapas: Diagnóstico Institucional; Aplicação de formulário para caracterização do conhecimento das educadoras a respeito do desenvolvimento e distúrbios da comunicação humana; Planejamento e realização de oficinas. A análise da relação entre variáveis foi realizada utilizando o Teste Exato de Fisher, considerando o nível de significância de 5% no programa estatístico Epi Info 2000, versão 3.2.2. RESULTADOS: a maioria das educadoras respondeu corretamente às questões relacionadas ao uso e à compreensão da linguagem pela criança e às atitudes adequadas para a comunicação entre adultos e crianças. 66,7% acertaram as questões a respeito dos marcos do desenvolvimento de linguagem e 58,3% responderam incorretamente à questão relativa ao processamento auditivo. Foram realizadas 17 oficinas com os temas "Processamento Auditivo" e "Saúde Vocal", nas 8 salas que participaram da atividade 172 alunos na faixa etária de 3 a 6 anos, 8 professoras e 4 estagiárias. CONCLUSÕES: as educadoras demonstraram conhecimentos acerca da aquisição e desenvolvimento de linguagem, dos distúrbios da comunicação humana, e da atuação do fonoaudiólogo, principalmente na perspectiva clínica e preventiva. As oficinas realizadas propiciaram a discussão da importância do desenvolvimento de ações de prevenção e promoção da saúde em Fonoaudiologia.PURPOSE: to check the knowledge of educators from a kindergarten unit of Belo Horizonte regarding the development of human communication and its disorders in children and their conceptions about the performance of speech therapy in these institutions. METHOD: the study was

  9. Abuso sexual infantil e dinâmica familiar: aspectos observados em processos jurídicos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luísa F. Habigzang

    Full Text Available O abuso sexual infantil é um problema de saúde pública, devido à elevada incidência epidemiológica e aos sérios prejuízos para o desenvolvimento das vítimas. A dinâmica desta forma de violência é complexa, envolvendo aspectos psicológicos, sociais e legais. Este estudo apresenta o mapeamento de fatores de risco para abuso sexual intrafamiliar identificados nos processos jurídicos do Ministério Público do Rio Grande do Sul - Brasil por violência sexual, no período entre 1992 e 1998. A análise de 71 expedientes apresenta o perfil das vítimas e a caracterização da violência sexual, dos agressores e das famílias. Os resultados apontaram que o desemprego, famílias reconstituídas, abuso de álcool e drogas, dificuldades econômicas e presença de outras formas de violência constituíram os principais fatores de risco associados ao abuso sexual. Tais resultados podem subsidiar ações preventivas e terapêuticas para situações de violência sexual contra crianças e adolescentes.

  10. Incremento na mortalidade associada à presença de diabetes mellitus em nipo-brasileiros Increase in the mortality associated with the presence of diabetes mellitus Japanese-Brazilians

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suely Godoy A. Gimeno

    1998-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Como parte de um estudo envolvendo migrantes japoneses (issei e seus descendentes (nisei, residentes na cidade de Bauru no Estado de São Paulo, descrevem-se e comparam-se os coeficientes de mortalidade (CM observados para o período de 1993 a 1996 em indivíduos com graus diferentes de tolerância à glicose. MATERIAL E MÉTODO: Nesse estudo, em 1993, a coorte era composta por 530 nipo-brasileiros (236 issei e 294 nisei, de ambos os sexos, com idade entre 40 e 79 anos, sendo que 91 indivíduos (17% foram classificados como diabéticos não dependentes de insulina (DMNDI, 90 (17% como portadores de tolerância à glicose diminuída (TGD e 349 (66% como normais quanto à tolerância à glicose. Em 1996 foram identificados os óbtos ocorridos e obtidas informações dos familiares e dos certificados de óbito para o registro da data e da causa da morte. Calcularam-se, para os três grupos de indivíduos, os CM brutos e ajustados, por todas as causas e por causas específicas (doenças circulatória e renal. O modelo de Cox foi utilizado para a comparação dos CM ajustados segundo idade, sexo, geração, creatinina sérica, presença de hipertensão arterial, de dislipidemia e de obesidade. RESULTADOS E CONCLUSÕES: As razões entre os CM brutos de indivíduos diabéticos e normais foram 2,95 (IC 95%: 1,10 -7,62 para os óbitos ocorridos por todas as causas e 4,75 (IC 95%: 1,31 - 16,48 para os óbitos por causas específicas. Não foram observadas diferenças estatisticamente significantes entre os CM brutos de indivíduos com TGD quando comparados aos indivíduos normais. Após o ajuste simultâneo pelas variáveis de controle, observou-se que, entre os indivíduos diabéticos, a força de mortalidade por causas específicas foi aproximadamente 4 vezes aquela observada entre os indivíduos normais (Razão dos CM: 3,86 e IC 95%: 1,11 -13,38. Os resultados em nipo-brasileiros são consistentes com outros obtidos em populações diab

  11. Démarche estratégica em unidade materno infantil hospitalar Démarche estratégica en unidad materna infantil hospitalaria Strategic Démarche in a mother and child hospital unit

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Angélica Carvalho Andrade

    2009-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: O enfoque démarche estratégica problematiza a dissociação entre direção estratégica da instituição e nível operacional, em busca do planejamento contínuo e flexível de projetos. O objetivo do trabalho foi descrever a aplicação deste enfoque na avaliação de unidade hospitalar. PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS: Foi realizada aplicação adaptada do enfoque na unidade materno-infantil de hospital público estadual, localizado no município da Serra, ES, como análise da gestão hospitalar, com envolvimento indireto dos atores institucionais que se constituíram nos informantes-chave no período de abril a julho de 2006. Além de reuniões com atores-chave, os dados foram obtidos nas fontes: livros de registros de internações do centro obstétrico, da maternidade e do berçário, faturamento do hospital, relatório estatísitico dos resultados perinatais da unidade materno infantil; livros de atendimento do ambulatório de aleitamento materno, considerando o ano de 2005. RESULTADOS: Os segmentos mais valorizados foram: unidade intensiva neonatal, centro cirúrgico obstétrico e centro obstétrico. Também obteve alta valorização o Programa de Atenção Humanizada à Mãe e ao Recém-nascido. Os principais pontos fracos evidenciados foram: baixa articulação com a rede (parceria com a rede municipal; insuficiência de leitos e de investimento tecnológico necessários para atender a demanda; rotatividade profissional devido aos vínculos temporários; e deficiente implementação da humanização comprometendo os fatores estratégicos de êxito dos segmentos. CONCLUSÕES: Os resultados mostram o potencial do método para problematizar a missão e para a análise da gestão hospitalar apontando estratégias para melhoria da qualidade e competitividade dos segmentos e para maior inserção e integração na rede de serviços.OBJETIVO: El enfoque démarche estratégica enfoca el problema de la disociación entre direcci

  12. Perfil da mortalidade materna em maternidade pública de Teresina - PI, no Período de 1996 a 2000: uma Contribuição da Enfermagem Perfil de la Mortalidad Materna en la Maternidad Pública de Teresina - PI (Brasil, en el Periodo de 1996 a 2000: una Contribución de la Enfermería Maternal profile Mortality in a Public Maternity of Teresina - PI (Brazil, in the Period between 1996 and 2000: a Nursing Contribution

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisca Maria do Nascimento

    2007-09-01

    Full Text Available Estudo quantitativo retrospectivo com objetivo de caracterizar o perfil da mortalidade materna em uma maternidade pública de Teresina-PI, no período de 1996 a 2000. O universo constou de 107 óbitos maternos, cujos instrumentos foram: prontuários, declarações dos óbitos, livro de registros e relatórios da enfermagem, coletados em setembro a dezembro de 2004 em formulário estruturado. Os dados relativos aos aspectos socioeconômicos e pessoais revelaram como procedência os Estados: Piauí (73, 33 da capital e 40 de outras cidades; Maranhão (33; e Pará (1. A maioria das mulheres era casada, tinha idade entre 20 e 30 anos, um a três filhos, ensino fundamental incompleto e era do lar. Os dados obstétricos na maioria revelaram a não-realização de seis consultas pré-natais, era a primeira gravidez, parto cesariano e admissão em estado grave. Destacaram-se como causas dos óbitos: infecções, hipertensão e hemorragias. Conclui-se que a mortalidade materna é problema grave, necessitando melhoria assistencial nos serviços de saúde.Estudio cuantitativo y retrospectivo, que objetivó caracterizar el perfil de la mortalidad materna de una maternidad pública en Teresina PI (Brasil, en el periodo de 1996 hasta 2000. El universo fue compuesto por 107 muertes maternas, cuyos instrumentos fueron: prontuarios, declaración de muertes, libros de registros y relatos de la enfermería, colectados en septiembre y diciembre de 2004 en formulario estructurado. Los datos relativos a los aspectos socioeconómico y personales revelaran como origen los Estados: Pará (01, Maranhão (33 y Piauí (73 de estos 33 de Teresina y 40 del interior. La mayoría de las mujeres era casada, tenía edad entre 20 y 30 años, de uno a tres niños, la educación básica incompleta, trabajadoras del hogar. Los datos de la obstetricia habían demostrado que la mayoría no realizaron seis consultas prenatales, estaban en el primer embarazo, parto cesariano y admitido

  13. O problema do trabalho infantil na agricultura familiar: o caso da produção de tabaco em Agudo-RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joel Orlando Bevilaqua Marin

    2012-12-01

    Full Text Available O objetivo do artigo é analisar a emergência do problema do trabalho infantil no cultivo de tabaco em Agudo, desencadeado pela promulgação do Decreto n. 6.481/2008, que trata das piores formas de trabalho infantil. Os procedimentos metodológicos utilizados foram a revisão bibliográfica, pesquisa documental e um estudo de caso, realizado no município de Agudo, Rio Grande do Sul. No estudo de caso, procurou-se obter dados quantitativos e qualitativos, por meio de questionários e entrevistas abertas, dirigidos para 27 agricultores familiares fumicultores, com filhos com menos de 18 anos de idade. Os resultados da pesquisa indicam a existência de um confronto entre diferentes concepções sobre o trabalho da criança no âmbito da agricultura familiar. Os dispositivos legais, os termos de compromissos e os contratos de integração na cadeia produtiva do fumo proíbem o trabalho de menores de 18 anos, fundamentando-se nos princípios internacionais da garantia do pleno desenvolvimento das crianças. Na perspectiva das famílias, o trabalho das crianças é entendido como "ajuda", forma de socialização e formação dos herdeiros. Portanto, os pais não concordam que se trata de uma forma perversa de exploração do trabalho dos próprios filhos.The aim of this paper is to analyze the emergence of the child labor problem in tobacco growing in Agudo (Rio Grande do Sul state, triggered by the promulgation of Act 6.481/2008, which addresses the worst child labor conditions. The methodological procedures used were the literature review, desk research and a case study, conducted in the municipality of Agudo. In the case study, we have tried to obtain quantitative and qualitative data through questionnaires and open interviews directed to 27 tobacco growers, and with teenagers and children under 18 years old. The survey results indicate the existence of a clash between different conceptions of child labor in small scale family farmers. The legal

  14. FATORES DE RISCO MATERNOS E INFANTIS ASSOCIADOS À MORTALIDADE NEONATAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Aparecida Munhoz Gaiva

    2016-01-01

    Full Text Available En este trabajo se estudiaron los factores materno-infantiles relacionados con la mortalidad neonatal, a partir de datos obtenidos de los Sistemas de Información de Nacidos Vivos y Mortalidad integrados por vinculación. Se analizaron 9.349 nacidos vivos en Cuiabá-MT, en 2010, 78 de los cuales murieron en el período neonatal. Se realizó análisis univariado y multivariado empleando la regresión logística. En el modelo múltiple, se mantuvo asociada con la mortalidad neonatal: la edad materna menor de 20 años; la prematuridad; bajo peso al nacer; Apgar menor a siete en el 1 y 5 minutos; y la presencia de anomalías congénitas. Los resultados indicaron la necesidad de mejorar la calidad de la atención prenatal, para la prevención del bajo peso al nacer y la prematuridad. La asociación entre la muerte neonatal y baja puntuación de Apgar en el 1 y 5 minutos indica, a su vez, la importancia de la atención del parto.

  15. Estudo comparativo entre contextos de brincadeiras em instituição de acolhimento infantil = Comparative study of contexts of play in the host institution for children = Estudio de comparación entre contextos de juegos en institución de acogida infantil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Oliveira, Luísa Sousa Monteiro

    2015-01-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi descrever e comparar as brincadeiras ocorridas em contextos: estruturado (CE e semiestruturado (CSE em uma instituição de acolhimento infantil. Participaram 10 crianças de cinco a seis anos, com tempo de acolhimento que variou de um a 12 meses. As sessões observacionais foram realizadas no CE (brinquedoteca e no CSE (barracão, playground e piscina. Realizaram-se 117 registros de cinco minutos, totalizando 585 minutos de observação. Os resultados mostraram que a categoria brincadeira simbólica foi a mais frequente (43,25%, seguida da contingência física (35,04% e da brincadeira exploratória (8,38%. A escolha da brincadeira variou em função do contexto. A estereotipia de gênero foi observada na escolha dos temas das brincadeiras. O estudo elucida para a oferta de contextos de brincadeira diferenciados, disponibilidade de recursos lúdicos e humanos sensíveis às inúmeras demandas das crianças, de modo que as instituições de acolhimento infantil configurem-se como contextos abrangentes de desenvolvimento

  16. Mortalidade neonatal em Taubaté: um estudo caso-controle Neonatal mortality in Taubaté, São Paulo, Brazil: a case-control study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ruth Sampaio Paulucci

    2007-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar e quantificar os fatores de risco para óbito neonatal em Taubaté, São Paulo. MÉTODOS: Trata-se de estudo caso-controle com dados de nascidos vivos e de óbitos neonatais de Taubaté, em 2003, obtidos da Secretaria Estadual da Saúde de São Paulo. Os casos (óbitos neonatais e os controles (recém-nascidos nos mesmos dias daqueles que faleceram foram reunidos num banco por meio da técnica de linkage. As variáveis independentes foram: variáveis sociodemográficas e assistenciais (idade e escolaridade maternas, paridade, consultas no pré-natal, tipo de parto e relato de natimorto e variáveis biológicas (peso ao nascer, idade gestacional, escore de Apgar, presença de defeito congênito e sexo. Utilizou-se a regressão logística para identificar e quantificar os efeitos destas variáveis em relação ao óbito neonatal pelo programa SPSS 10.0. Foram introduzidas no modelo as variáveis que apresentaram pOBJECTIVE: To identify and to estimate the risk factors associated to neonatal mortality in Taubaté, São Paulo, Brazil. METHODS: This case-control study enrolled live births in the city of Taubaté during 2003. Live birth data and death records were obtained from São Paulo Health Department. Neonatal deaths were cases and babies born alive in the same day of cases were the controls. A single data file was created by linkage approach. Dependent variable was neonatal death. Independent variables were those related to socio-demographic characteristics and prenatal care (maternal age, years in school, parity, previous stillbirths, prenatal care, as well as the biological ones (birthweight, gender, gestational age, congenital defects and Apgar score. Logistic regression was used to identify and to estimate the risk factors associated to neonatal death. The variables with p<0.20 were introduced in the model and maintained if p<0.05, by SPSS 10.0. RESULTS: 392newborns with 34 neonatal deaths were studied. There were 198

  17. Impacto do projeto acerto na morbi-mortalidade pós-operatória em um hospital universitário

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alberto Bicudo-Salomão

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar resultados pós-operatórios de pacientes do Serviço de Cirurgia Geral do Hospital Universitário Julio Muller antes e após a implantação do protocolo multimodal ACERTO. MÉTODO: Estudo retrospectivo em fichas preenchidas prospectivamente referentes a 5974 pacientes. Foram comparadas duas fases: de Janeiro de 2002 a Dezembro de 2004 (antes da implantação do protocolo ACERTO: período AA, n=1987; e de Janeiro de 2005 a Dezembro de 2008 (após a implantação do mesmo: período DA, n=3987. Comparou-se tempo de internação hospitalar, hemotransfusões realizadas, infecções de sítio cirúrgico (ISC, complicações operatórias e óbitos. RESULTADOS: Houve uma diminuição em um dia no tempo de internação entre o período AA e DA (mediana [variação]: 4 [0-137] vs. 3 [0-126] dias e moda: 3 vs. 2 dias; p<0,001. No período AA houve uma relação de 2,53 bolsas de hemoderivados transfundidas por paciente contra 0,77 no período DA (p<0,001. Notou-se tendência decrescente no número de casos de ISC ao longo dos anos estudados (A=-153,08; AA:7,51% vs. DA: 3,36% (p<0,001; RR=2,23; IC95%:1,73-2,89. Houve ainda tendência decrescente em relação a complicações operatórias (A=-51,41; AA:7,9% vs. DA: 6,14%; p=0,02; RR=1,29; IC95%:1,03-1,60, reoperações (A=-57,10; AA:/2,65% vs. DA:1,19%; p<0,001; RR=2,22; IC95% 1,43-3,44 e óbitos (A=-62,07;2,81% vs.1,73%; p<<0,01; RR=1,63; IC95%:1,15-2,31. CONCLUSÃO: A introdução do protocolo ACERTO proporcionou melhora dos resultados cirúrgicos, expressos por menor tempo de permanência hospitalar, uso de hemoderivados, e diminuição dos casos de infecção do sítio cirúrgico, complicações operatórias e óbitos.

  18. Gastric and colorectal cancer mortality in an urban and industrialized area of Brazil Mortalidade por cânceres gástrico e colorretal em uma área urbana-industrial do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcilia de Araujo Medrado-Faria

    2001-04-01

    and genetic susceptibility.OBJETIVO: Estudar a mortalidade por cânceres gástrico e colorretal na Baixada Santista, região Sudeste do Brasil, onde situa-se importante complexo urbano-industrial. MÉTODO: Dos registros da Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (SEADE, obteve-se 1105 óbitos por câncer gástrico (CID 153-154 e 690 por câncer colorretal (CID 151, ocorridos em homens acima dos dez anos, residentes na Baixada Santista no período de 1980 a 1993, que encontram-se distribuídos entre os quatro municípios vinculados ao complexo industrial-portuário (área industrializada e os quatro municípios situados fora dele (área não industrializada. Para cada câncer e para as áreas foram calculadas as taxas de mortalidade, padronizadas pela população mundial de 1960. Calculou-se então as razões entre essas taxas nos períodos de 1980-93, 1980-86 e 1987-93. RESULTADOS: As taxas de mortalidade para o câncer colorretal foram significantemente mais altas na área industrializada com razões de 1,6 [IC 1,22 -- 2,29], 1,6 [IC 1,2 -- 2,0] e 1,6 [IC 1,3 -- 2,0], respectivamente nos períodos de 1980-86, 1987-93 e 1980-93. O câncer gástrico não apresentou diferença entre as áreas industrializadas e não industrializadas, mas decresceu significantemente na Baixada Santista entre os períodos de 1980-86 e 1987-93. CONCLUSÕES: O excesso de mortalidade por câncer colorretal na área industrializada pode estar relacionado com a exposição a numerosos carcinogênicos orgânicos (hidrocarbonetos aromáticos e alifáticos clorados e metais (cádmio, cromo e níquel presentes na região. A diferença não significante para o câncer gástrico entre as duas áreas e o decréscimo nos últimos anos estaria refletindo predominantemente os avanços na qualidade de vida nas áreas urbanas. Esses resultados demandam a realização de estudos caso-controle para analisar as associações entre esses cânceres e os fatores ambientais (ocupacionais, urbano

  19. Avaliação da depressão infantil em alunos da pré-escola

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andriola Wagner Bandeira

    1999-01-01

    Full Text Available A presente pesquisa teve por objetivo avaliar depressão em alunos da pré-escola através da Escala de Sintomatologia Depressiva para Professores (ESDM-P. A amostra foi composta por 345 alunos da pré-escola, com idade média de 5,6 anos (dp=0,96, de ambos os sexos. Com as respostas dos professores fornecidas à ESDM-P, foi organizado um banco de dados. As análises revelaram que 3,9% das crianças deste estudo apresentavam prevalência à depressão.

  20. Mortalidade materna em Recife. 1. Avaliação da subenumeração de estatísticas oficiais Maternal mortality in Recife.1. An evaluation of the completeness of vital statistics

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rivaldo Mendes de Albuquerque

    1997-01-01

    Full Text Available Este estudo analisou os óbitos de mulheres com idade entre 10 a 49 anos, ocorridos em Recife, Pernambuco, nos anos de 1992 e 1993, com a finalidade de identificar os óbitos maternos neste período e confrontá-los com as estatísticas oficiais. As informações foram obtidas a partir de 1.013 declarações de óbito, sendo complementadas com consultas aos prontuários médicos, fichas de anestesia, relatórios de enfermagem, perícias tanatoscópicas do Instituto de Medicina Legal, relatórios das necrópsias do Serviço de Verificação de óbitos e por meio de entrevistas com os médicos que assistiram estes óbitos ou com familiares das mulheres que faleceram. Calcularam-se as razões de mortalidade materna (RMM para o Município de Recife para cada ano e para o período total do estudo. As 20 mortes maternas declaradas representaram 2% dos óbitos entre mulheres nessa faixa etária. Após a investigação encontraram-se mais 22 casos para todo o período. A RMM pelas estatísticas oficiais era de 37,0 por 100.000 nascidos vivos, passando a 77,7 após a correção. Esta diferença representou uma subenumeração de 52,4%. Conclui-se que, no caso de Recife, não se poderia aplicar o fator de correção de 3,0 recomendado para a Região Nordeste pelo Ministério da Saúde, porque a mortalidade materna estaria sendo então superestimada.This study analysed maternal deaths occurring in 1992 and 1993 in the city of Recife, Pernambuco State, Brazil, among all deaths of females aged 10 to 49 years, and to compare the results with vital statistics records. Information was obtained from 1013 death certificates and was supplemented through an analysis of medical records, anesthesia forms, nursing reports, results of autopsies performed by the Forensic Medicine Institute, necropsy reports from the Death Investigation Service, and interviews with both attending physicians and the women's relatives. Maternal mortality rates were calculated for the city

  1. Conhecimento sobre desenvolvimento infantil em mães primíparas de diferentes centros urbanos do Brasil Primiparous mothers' knowledge about child development of different Brazilian urban centers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Lucia Seidl de Moura

    2004-12-01

    Full Text Available Cognições parentais constituem importante componente do contexto sociocultural em que se dá o desenvolvimento infantil, e a literatura brasileira sobre o tema é ainda escassa. O objetivo deste estudo é analisar a relação entre conhecimento sobre desenvolvimento infantil e variáveis da mãe e do bebê. Foi estudada uma amostra de 405 mães primíparas, com filhos menores de um ano, distribuída por seis cidades em diferentes regiões do Brasil. Utilizou-se o Inventário do Conhecimento do Desenvolvimento Infantil (KIDI. Foram encontrados efeitos significativos de escolaridade materna e centro urbano. O efeito significativo de escolaridade materna foi verificado em todas as cidades, menos em Porto Alegre, possivelmente pelas políticas de atenção materno-infantil aí implementadas. Estes resultados contribuem para o conhecimento de aspectos do contexto de desenvolvimento de crianças brasileiras, e têm implicações para o planejamento de programas de intervenção que visem à promoção de saúde.Parental cognitions are important components of the sociocultural context of child development. The Brazilian literature regarding this subject is still scarce. The purpose of this research is to analyze the relationship between knowledge of infant development and different variables concerning the mother and the infant. Four hundred and five primiparous mothers with their children less than 1 year old, in six cities of different regions of Brazil, took part in the study. The Knowledge of Infant Development Inventory (KIDI was used. Mothers' educational level and urban center where they lived showed significant effects. This result was found for groups of all urban centers studied, with the exception of Porto Alegre. This result may reflect the different public policies concerning child and maternal care in that city. These findings contribute towards understanding important aspects of the developmental context of Brazilian children. They

  2. Avaliação da qualidade de vida e mortalidade em pacientes com eventos cardíacos graves no pós-operatório Evaluación de la calidad de vida y de la mortalidad en pacientes con eventos cardíacos mayores en el postoperatorio Quality of life and mortality assessment in patients with major cardiac events in the postoperative period

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando José Abelha

    2010-06-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Complicações cardiovasculares no pós-operatório associam-se a elevadas mortalidade e morbidade. Poucos estudos avaliaram o grau de dependência desses doentes e a percepção da sua saúde. O objetivo deste trabalho foi avaliar a mortalidade e a qualidade de vida em doentes que desenvolveram eventos cardíacos graves (EC no pós-operatório. MÉTODO: Estudo retrospectivo numa Unidade de Tratamento Intensivo Cirúrgica (UTI-Cirúrgica, entre março de 2006 e março de 2008. Os doen tes foram avaliados quanto à ocorrência de EC. Seis meses após a alta, foi preenchido o questionário Short-Form-36 (SF-36 e avaliada a dependência nas atividades da vida diária (AVD. As comparações entre grupos independentes de doentes foram efetuadas com teste t de Student. A comparação entre cada variável e a ocorrência de EC foi efetuada por regressão logística envolvendo todos os doentes. RESULTADOS: Dos 1.280 doentes que apresentaram critérios de inclusão, 26 (2% desenvolveram EC. A análise univariada identificou como determinantes independentes para o desenvolvimento de EC: estado físico ASA, hipertensão arterial, doença cardíaca isquêmica, doença cardíaca congestiva e escore do Índice de Risco Cardíaco Revisado. A mortalidade seis meses após alta da UTI-Cirúrgica foi de 35%. Dos 17 sobreviventes aos seis meses, 13 completaram os questionários. Trinta e um por cento referiram que sua saúde em geral era melhor no dia em que responderam ao questionário do que 12 meses antes. Sessenta e nove por cento dos doentes estavam dependentes nas AVD instrumentais e 15%, nas AVD pessoais. CONCLUSÕES: O desenvolvimento de EC tem sério impacto no tempo de hospitalização e nas taxas de mortalidade. Seis meses após a alta da UTI-Cirúrgica, mais de metade dos doentes estavam dependentes em pelo menos uma AVD instrumental.JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: Las complicaciones cardiovasculares en el postoperatorio est

  3. Infantile colic

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aleksandra Rurarz

    2016-12-01

    Full Text Available Infantile colic is one of the most common functional gastrointestinal disorders in infants, usually occurring between 2 weeks to 4 months of age. According to the definition, infantile colic is characterised by episodes of inconsolable crying, generally observed in the evening. Although these symptoms usually resolve spontaneously in the first six months of life, they often cause parental anxiety, leading to repeated medical appointments in search for help. Despite 40 years of research, the causes of this disorder are still unclear; hypersensitivity to cow’s milk protein, lactose intolerance, impaired gut microbiota, immaturity of the nervous system, the negative impact of tobacco smoke, inappropriate childcare techniques and psychosocial factors are believed to be involved in the pathogenesis. The treatment involves behavioural methods, i.e. reducing infant exposure to external stimuli. Breastfeeding mothers are advised to eliminate caffeine and hot spices from their diet and, in some cases, switch to a dairy-free diet. For formula-fed infants, it is recommended to use hydrolysates with a high degree of hydrolysis. Simethicone is commonly used in the pharmacological treatment as it reduces the surface tension of intestinal gases, enabling their easier elimination. The Rome III Diagnostic Criteria recommend to appropriately continue any method if considered effective by the parents, provided that there are no harmful consequences.

  4. Merleau-Ponty e a psicologia infantil: análises da psicogênese em Wallon

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Danilo Saretta Verissimo

    2011-09-01

    Full Text Available Neste artigo tratamos das análises do filósofo Maurice Merleau-Ponty acerca das teorias da psicogênese de Henri Wallon. Focalizamos os cursos que Merleau-Ponty dedicara à psicologia da criança entre 1949 e 1952. Para o filósofo, ao longo da psicogênese, a distinção do indivíduo em relação ao mundo e a outrem jamais é terminada. A infância jamais é liquidada radicalmente, pelo simples fato de que não abandonamos nossa condição corporal, nosso poder de retomar as condutas e expressões fisionômicas dos outros e das coisas. Merleau-Ponty encontra indicações neste sentido nas teorias de Wallon, principalmente nos conceitos de sociabilidade sincrética e de ultracoisas.

  5. Educação, literatura e cultura da infância: compreendendo o folclore infantil em Florestan Fernandes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia de Cassia Pereira Porto

    2014-03-01

    Full Text Available A proposta deste artigo nasce da busca por uma postura pedagógica que propicie a inclusão efetiva do folclore nas escolas, bem como a consequente pluralidade de saberes que daí advém como processo de significação do passado no presente. Propomos assim uma poética da linguagem que enfatize a relação entre o folclore e a literatura na cultura da infância. Tomamos como suporte teórico as reflexões do sociólogo e educador Florestan Fernandes, que tratou o folclore como primeiro tema de pesquisa na sua trajetória discente e docente na Faculdade de Filosofia em São Paulo.

  6. Relação do índice de massa corporal, da relação cintura-quadril e da circunferência abdominal com a mortalidade em mulheres idosas: seguimento de 5 anos Relationship between body mass index, waist circumference, and waist-to-hip ratio and mortality in elderly women: a 5-year follow-up study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcos A. S. Cabrera

    2005-06-01

    Full Text Available Este estudo analisa a associação entre a relação cintura-quadril (RCQ, a circunferência abdominal (CA e o índice de massa corporal (IMC com a mortalidade total e cardiovascular em 575 mulheres idosas ambulatoriais por um seguimento de cinco anos. Os maiores quartis de RCQ, CA e IMC, bem como as categorias pré-determinadas de IMC, foram analisados como variáveis preditivas e analisada a interferência de algumas variáveis confundidoras. Oitenta e oito mulheres morreram durante o seguimento (15,4%. As mulheres com baixo peso (IMC 0,97 estava associado com a maior mortalidade total, entretanto, na análise multivariada o aumento de RCQ apresentou uma associação independente com a mortalidade total, apenas entre as mulheres de 60 a 80 anos. Nenhuma medida antropométrica apresentou uma associação significativa com a mortalidade cardiovascular. Os resultados identificaram o baixo peso e a RCQ como preditores de mortalidade total em idosas, principalmente entre as mulheres com até 80 anos.This study examines the association between body mass index (BMI, waist-to-hip ratio (WHR, and waist circumference (WC and all-cause and cardiovascular mortality in elderly women in a 5-year longitudinal study of 575 female outpatients 60 years and over. The highest BMI, WHR, and WC quartiles and predefined BMI categories were analyzed as predictive variables. Death occurred in 88 (15.4%. Underweight (BMI 0.97 was associated with all-cause mortality. However, after adjustment for age, smoking, and previous cardiovascular diseases, the increase in WHR was positively associated only in women from 60 to 80 years of age. None of the anthropometric measurements was associated with cardiovascular mortality. The results indicate that underweight and increased waist-to-hip ratio were predictors of all-cause mortality in elderly women, mainly among those under 80 years.

  7. Mortalidad intrahospitalaria por accidente cerebrovascular

    OpenAIRE

    Federico Rodríguez Lucci; Virginia Pujol Lereis; Sebastián Ameriso; Guillermo Povedano; María F. Díaz; Alejandro Hlavnicka; Néstor A. Wainsztein; Sebastián F. Ameriso

    2013-01-01

    La mortalidad global por accidente cerebrovascular (ACV) ha disminuido en las últimas tres décadas, probablemente debido a un mejor control de los factores de riesgo vascular. La mortalidad hospitalaria por ACV ha sido tradicionalmente estimada entre 6 y 14% en la mayoría de las series comunicadas. Sin embargo, los datos de ensayos clínicos recientes sugieren que esta cifra sería sustancialmente menor. Se revisaron datos de pacientes internados con diagnóstico de ACV del Banco de Datos de Str...

  8. Efeito de diferentes tamanhos de clareiras, sobre o crescimento e a mortalidade de espécies arbóreas, em Moju-PA Effect of diferente gap sizes on the growth and mortality of arboreal species, in Moju-PA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Cristóvam da Silva Jardim

    2007-01-01

    Full Text Available Crescimento e mortalidade de Sterculia pruriens, Vouacapoua americana, Jacaranda copaia, Protium paraensis, Newtonia suaveolens e Tabebuia serratifolia, considerando diferentes tamanhos de clareiras, foram avaliados em Moju PA(2º07'30" e 2º12'06" de latitude Sul e 48º46'57" e 48º48'30" de longitude a Oeste de Greenwitch. Selecionou-se nove clareiras da exploração florestal, que foram agrupadas em pequenas (200m²600m². Em seu torno instalou-se parcelas quadradas de cinco metros de lado, nas direções Norte, Sul, Leste e Oeste, onde foram plantados indivíduos da regeneração natural de espécies arbóreas. No centro de cada clareira foi instalada uma parcela de 5m X 5m como comparador. A média da mortalidade total foi de 46,9%, não havendo diferenças entre as clareiras pequenas(41,05% e médias(43,86%, mas estas diferiram das grandes(54,96%. As clareiras pequenas são mais propícias para a maioria das espécies, exceto para J. copaia e N. suaveolens, cujas mortalidades foram menores nas clareiras médias. A mortalidade variou de 14,5%(S. pruriens nas clareiras pequenas a 70,1%(V. americana em clareiras grandes, sendo que S. pruriens mostrou menor mortalidade em todos os tamanhos de clareiras. As espécies morreram mais em clareiras grandes. A mortalidade está entre os valores encontrados na literatura, permitindo concluir que não se pode classificar com precisão as espécies em grupos ecológicos somente com base na mortalidade ou sobrevivência. Em termos de crescimento, os resultados indicam que os melhores sítios para desenvolvimento das espécies são as clareiras médias, seguidos pelas clareiras grandes e pequenas. Em termos gerais, a média de crescimento em altura foi de 11,34cm e de 0,11cm em diâmetro de base, com valores maiores para J. copaia. Somente V. americana e P. paraenses não apresentaram diferenças significativas no crescimento em altura em relação aos diferentes tamanhos de clareiras. Os valores de

  9. Mortalidade por acidentes de motocicleta no Brasil: analise de tendencia temporal, 1996-2009

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Evandro Tostes Martins

    2013-10-01

    Full Text Available OBJETIVO Analisar a tendência da mortalidade por acidentes de motocicleta no Brasil. MÉTODOS Estudo descritivo de séries temporais sobre a taxa de mortalidade de acidentes de motocicleta no Brasil, segundo unidades federativas e faixas etárias entre 1996 e 2009. Os dados de óbitos foram obtidos no Sistema de Informação sobre Mortalidade do Ministério da Saúde e da população no Instituto Brasileiro de Geografia Estatística. Taxas de mortalidade padronizadas foram calculadas no período para o Brasil como um todo e Unidades Federativas. Variações anuais das taxas de mortalidade foram estimadas pelo método de Prais-Winsten de regressão linear. RESULTADOS A taxa de mortalidade por acidentes de motocicleta aumentou de 0,5 para 4,5/100.000 habitantes de 1996 a 2009 (aumento de 800% no período e 19% ao ano. Estados com maiores taxas em 2009 foram: Piauí, Tocantins, Sergipe e Mato Grosso. As maiores taxas de crescimento foram observadas nos Estados das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. CONCLUSÕES Houve grande aumento das taxas de mortalidade por acidente de motocicleta em todo o Brasil no período, principalmente nos Estados do Nordeste.

  10. Impact on early and late mortality after blood transfusion in coronary artery bypass graft surgery Impacto na mortalidade precoce e tardia após transfusão de hemácias em cirurgia de revascularização miocárdica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antonio Alceu dos Santos

    2013-03-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To assess the 30-day and 1-year mortality associated to the red blood cell transfusion after coronary artery bypass grafting surgery. This procedure has been questioned by the international medical community, but it is still widely used in cardiac surgery. Therefore, it is needed more evidence of this medical practice in our country. METHODS: We retrospectively analyzed 3,004 patients who underwent coronary artery bypass grafting surgery between June 2009 and July 2010. Patients were divided into two groups: non-transfused and transfused. RESULTS: The transfused group totaled 1,888 (63% and non-transfused 1,116 (37%. There were 129 deaths in 30 days, with 108 (84% in the transfused group and 21 (16% in the non-transfused (POBJETIVO: Avaliar a mortalidade em 30 dias e em 1 ano associada à transfusão de glóbulos vermelhos após cirurgia de revascularização miocárdica. Esse procedimento já vem sendo questionado pela comunidade médica internacional, mas ainda é utilizado em grande escala em cirurgias cardíacas. Portanto, faz-se necessário mais evidência dessa prática médica em nosso meio. MÉTODOS: Analisamos retrospectivamente 3004 pacientes submetidos à cirurgia de revascularização miocárdica entre junho de 2009 e julho de 2010. Os pacientes foram divididos em dois grupos: Transfundidos e Não transfundidos. RESULTADOS: O grupo de pacientes transfundidos totalizaram 1888 (63% e o grupo não transfundidos 1116 (37%. Foi observado 129 óbitos em 30 dias, sendo 108 (84% no grupo transfundidos e 21 (16% no grupo não transfundidos (P<0,001. Os óbitos em um ano totalizaram 249 distribuídos em 212 (85% hemotransfundidos e 37 (15% sem transfusão (P<0,001. O odds ratio ajustado para mortalidade nos pacientes transfundidos foi de 2,00 (P=0,007 em 30 dias e 2,31 (P=0,003 em 1 ano. Mesmo em pacientes de baixo risco (idade<60 anos e com EuroSCORE < 2%, portanto com menos comorbidades, temos significativamente mais óbitos no

  11. Tuberculose infantil: estudo retrospectivo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Boaventura Antonio dos Santos

    2011-10-01

    Full Text Available Introdução: A tuberculose (TB infantil permanece como uma das doenças mais prevalentes e preocupantes no mundo, sobretudo em nações em desenvolvimento, onde as taxas são ainda mais elevadas e os casos descritos subestimados pela dificuldade em se estabelecer um diagnóstico definitivo. Dessa forma, este estudo tem como objetivo descrever o perfil clínico e epidemiológico dos pacientes com TB infantil pulmonar e extrapulmonar. Métodos: Foram avaliados retrospectivamente, através de questionário, pacientes com idade de até 15 anos, internados no Serviço de Pediatria do HCPA, no período de janeiro de 2002 a setembro de 2007.   Resultados: Dos 52 pacientes incluídos, 63% apresentavam TB pulmonar. Das formas extra-pulmonares, a meningoencefalite foi a mais prevalente (22%. Comorbidades foram dectadas em 31 (60% pacientes, dos quais 15 (29% apresentavam desnutrição grave, 9 (18% HIV positivo e 7 (13% pneumopatia crônica. Das manifestações clínicas, febre e tosse estavam presentes na maioria dos pacientes. O padrão radiológico predominante foi o de consolidação pulmonar (51%. A maioria dos pacientes referia história de contato com paciente bacilífero (64%. Conclusão: A TB pulmonar representa a principal forma de apresentação clínica da TB, sendo o diagnóstico feito de forma presuntiva na maioria dos casos. O diagnóstico baseado na comprovação bacteriológica foi obtido numa minoria de pacientes, demonstrando a importância dos achados clínico-laboratoriais, história epidemiológica e vacinal para o diagnóstico. Nesse sentido, a criação de escores tem se tornado uma ferramenta de fácil acesso e com razoável acurácia para auxiliar o diagnóstico de TB em serviços de baixa complexidade, especialmente o ambulatorial.

  12. Prevalência de dislipidemia em população infantil com cardiopatia congênita

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gabriela Fuenmayor

    2013-09-01

    Full Text Available A dislipidemia é um dos grandes fatores de risco associados a doenças cardiovasculares. Poucos são os dados relacionados ao impacto da cardiopatia congênita na prevalência da dislipidemia na população pediátrica. O objetivo deste estudo foi avaliar o perfil lipídico de crianças portadoras de cardiopatia congênita seguidas em um centro de referência. Foram incluídos 52 pacientes pediátricos que tiveram perfil lipídico, metabólico e clínico determinados entre janeiro de 2011 e julho de 2012. Com média de idade de 10,4 ± 2,8 anos e predominância do sexo masculino (1,38:1, nossa população apresentou 53,8% de pacientes com aumento no colesterol total e 13,4% (IC 95% de 6,6-25,2% de crianças que também apresentavam LDL > 130 mg/dL, caracterizando dislipidemia. Dos pacientes com dislipidemia, só doisforam classificados como obesos. Concluímos que a presença de cardiopatia congênita não confere risco aumentado associado à presença de dislipidemia, devendo o rastreamento nessa população seguir as mesmas diretrizes da população pediátrica normal, as quaistambém independem do estado nutricional da criança.

  13. Mortalidade por leucemias relacionada à industrialização

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leal Carmen Helena Seoane

    2002-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a distribuição espacial da mortalidade por leucemia na população, buscando identificar agregados e estabelecer sua relação com os níveis de industrialização. MÉTODOS: O estudo foi realizado nas 43 regiões de governo do Estado de São Paulo, no qüinqüênio 1991-1995. Foi construído um "índice de industrialização relativo à leucemia" (IIRL baseado no número de indústrias e empregos industriais por 100.000 habitantes, valor adicionado fiscal, variedade de ramos industriais e indústrias com potenciais exposições de risco para a leucemia. O IIRL foi distribuído em cinco categorias. Verificaram-se os coeficientes padronizados de mortalidade por leucemia em cada uma das regiões, também distribuídos em cinco categorias e comparados ao mapa IIRL. RESULTADOS: As regiões mais industrializadas em ordem decrescente foram Campinas, Piracicaba, Jundiaí, Sorocaba e São Paulo. Não foi encontrada associação entre mortalidade, por nenhum tipo de leucemia, e industrialização. A região de Jales foi a que apresentou o mais alto coeficiente padronizado de mortalidade por leucemia. CONCLUSÕES: A distribuição da mortalidade por leucemia ocorreu de forma homogênea no Estado de São Paulo, não apresentando correlação com o nível de industrialização. Entretanto, aspectos relacionados ao método epidemiológico adotado -- estudo ecológico -- e ao uso do parâmetro "mortalidade por leucemia", doença cujo prognóstico tem mudado muito nas últimas décadas, limitaram a interpretação dos resultados.

  14. Fatores preditivos de morbidade e mortalidade no trauma penetrante do cólon

    OpenAIRE

    Thiago Rodrigues Araujo Calderan

    2014-01-01

    Resumo: A lesão de cólon, que ocorre em 25% a 41% dos ferimentos por projétil de arma de fogo (FPAF) e em 5% a 20% dos ferimentos por arma branca (FAB) que acometem o abdome, apesar de possuir baixa mortalidade, apresenta uma alta morbidade. O presente estudo teve como objetivo analisar quais os fatores prognósticos envolvidos no aumento da morbidade e da mortalidade no trauma penetrante do cólon. Foi realizado um estudo retrospectivo de 21 anos, em que 462 pacientes foram admitidos com traum...

  15. Estrutura e organização do trabalho infantil em situação de rua em Belo Horizonte, MG, Brasil Structure and organization of children's work on the streets in Belo Horizonte, MG, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Núbia Alves Cruz

    2008-03-01

    Full Text Available Este artigo analisa a estrutura e as práticas de trabalho infantil em situação de rua, focalizando as estratégias e o papel das famílias. O método utilizado combina técnicas de observação da atividade, entrevistas simultâneas e entrevistas fora do local da atividade. As categorias de interesse para responder à hipótese do estudo foram organizadas, classificadas e analisadas por meio de cartas temáticas. Os resultados mostram a influência das famílias e da comunidade na execução das atividades e a mobilização de estratégias, visando alcançar os objetivos de trabalho. Esse comportamento expressa a aceitação e a participação familiar e da sociedade na estruturação do trabalho infantil. Porém a exposição à violência não é minimizada pela participação dos genitores, tampouco pela constituição de uma suposta rede de solidariedade. Não se vislumbram possibilidades educativas, dadas as condições de trabalho, incompatíveis com a idade dos sujeitos.This article analyses the organization and work practices of subjects enrolled in public programs of income transfer, focusing on the strategies developed and on the role of families in placing children and adolescents in street jobs. The qualitative method that was used applied activity observation techniques combined with simultaneous and outside work interviews. Narrative analysis was used based on categories of interest defined to answer the study hypothesis. The results show that there is a direct influence of families and the community on the performance of the activities and that the groups mobilize strategies to achieve their aims. This behavior expresses that the family and society accept and participate in the organization of children's work on the street. However, exposure to violence is not diminished by parents' participation nor by the constitution of a supposed solidarity network. Educational possibilities are not anticipated due to the work conditions

  16. Sistema hospitalar como fonte de informações para estimar a mortalidade neonatal e a natimortalidade The Brazilian hospital system as a source of information to estimate stillbirth and neonatal mortality rates

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joyce MA Schramm

    2000-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Apesar da reconhecida importância em acompanhar a evolução temporal da mortalidade infantil precoce, a deficiência das estatísticas vitais no Brasil ainda permanece na agenda atual dos problemas que impedem o seu acompanhamento espaço-temporal. Realizou-se estudo com o objetivo de investigar o Sistema de Informações Hospitalares (SIH/SUS como fonte de informações, para estimar a natimortalidade e a mortalidade neonatal. MÉTODOS: Propõe-se um método para estimar a natimortalidade e a mortalidade neonatal, o qual foi aplicado para todos os Estados das regiões Nordeste, Sul e Sudeste e para o Pará, no ano de 1995. Para fins comparativos, o Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM/MS foi utilizado para estimar as taxas sob estudo, após a correção do número de nascidos vivos por um método demográfico. RESULTADOS: O SIH/SUS forneceu mais óbitos fetais e neonatais precoces do que o SIM/MS em grande parte das unidades federadas da região Nordeste. Adicionalmente para os Estados localizados nas regiões Sul e Sudeste, que apresentam, em geral, boa cobertura do registro de óbitos, as taxas calculadas pelos dois sistemas de informação tiveram valores semelhantes. CONCLUSÕES: Considerando a cobertura incompleta das estatísticas vitais no Brasil e a agilidade do SIH/SUS em disponibilizar as informações em meio magnético, conclui-se que o uso do SIH/SUS poderá trazer inúmeras contribuições para análise do comportamento espaço-temporal do componente neonatal da mortalidade infantil no território brasileiro, em anos recentes.OBJECTIVE: Studies on the evolution of infant mortality rate are very relevant. Nevertheless, lack of vital statistics in Brazil limits the temporal and spatial analysis of this indicator. This study aims to investigate the possible use of the Brazilian Hospital Information System as an alternative information source for stillbirth and neonatal mortality rates by age group. METHODS: A

  17. Aconselhamento em alimentação infantil: um estudo de intervenção Infant and young child feeding counseling: an intervention study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Katia Cristina Bassichetto

    2008-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a efetividade do Curso Integrado de Aconselhamento em Alimentação Infantil na transformação de conhecimentos, atitudes e práticas de pediatras e nutricionistas da rede municipal de saúde de São Paulo. MÉTODOS: Estudo de intervenção randomizado com 29 profissionais no grupo intervenção e 27 no grupo controle. Entrevistadores previamente capacitados coletaram dados dos profissionais nas unidades de saúde antes da intervenção e 2 meses após. Utilizaram-se três instrumentos para avaliar o perfil do profissional, seus conhecimentos e um roteiro de observação clínica. Para análise, utilizaram-se o teste de Kruskal-Wallis para amostras independentes e o método de Tukey. RESULTADOS: Quanto ao conhecimento, observou-se melhora no grupo intervenção (p OBJECTIVE: To evaluate the effectiveness of an integrated infant and young child feeding counseling course for transforming the knowledge, attitudes and practices of pediatricians and nutritionists working for the municipal health system of São Paulo, Brazil. METHODS: A randomized intervention study enrolling 29 professionals in the intervention group and 27 in the control group. Interviewers were trained in advance to collect data on the professionals working at health centers, before and 2 months after the intervention. Three research instruments were used, the first was to assess the profile of each professional, the second assessed their knowledge and the third was a clinical observation protocol. Analysis was performed using the Kruskal-Wallis test for independent samples and the Tukey method. RESULTS: The results for the knowledge questionnaire showed improvements in the intervention group (p < 0.001 for the whole questionnaire and for questions on breastfeeding (p = 0.004; HIV and infant and young child feeding (p = 0.049; complementary feeding (p = 0.012; and counseling in infant and young child feeding (p = 0.004. In terms of performance, it was observed

  18. Políticas públicas para a educação infantil em Porto Velho/RO (1999/2008

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juracy Machado Pacífico

    2014-02-01

    Full Text Available Este estudo trata das políticas públicas educacionais de modo geral e analisa especificamente as políticas públicas de Educação Infantil desenvolvidas pela Secretaria Municipal de Educação (SEMED de Porto Velho/RO, no período de 1999 a 2008. Caracteriza-se como estudo de abordagem qualitativa, com análise de dados qualitativos e quantitativos. Nos resultados observa que aspectos fundamentais para a garantia de educação infantil de qualidade e que priorize o desenvolvimento integral da criança não foram suficientemente considerados, o que demonstra a pouca atenção por parte do Município de Porto Velho a ela dispensada. O estudo concluiu que embora as políticas nacionais atuais tenham contemplado a Educação Infantil com financiamento, este ainda é insuficiente para a garantia das condições mínimas adequadas à manutenção e desenvolvimento do ensino dessa etapa. Considera o acesso à Educação Infantil como fundamental para a garantia do desenvolvimento pleno da criança e defende a proposta de que para a consolidação da Educação Infantil de qualidade serão necessários, no mínimo, três aspectos: a priorização dessa etapa no rol das ações da SEMED, a definição de metas e a ampliação dos recursos financeiros, tanto para a expansão e aparelhagem de escolas, como para a manutenção e desenvolvimento da Educação Infantil.

  19. Evolução da população e da mortalidade em Niterói, Rio de Janeiro, Brasil, 1979 a 1997 Demographic and mortality trends in Niterói, Rio de Janeiro, Brazil, 1979 to 1997

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hugo Coelho Barbosa Tomassini

    2003-12-01

    Full Text Available A análise da série histórica de 1979-1997 permite perceber a evolução demográfica e da mortalidade no Município de Niterói, Rio de Janeiro, Brasil, ao longo dessas décadas. A população apresentou um declínio na velocidade de crescimento, com alteração significativa de sua estrutura etária. Observa-se, na série temporal, o declínio da mortalidade por doenças do aparelho circulatório, a tendência geral de declínio das doenças infecto-parasitárias, com acentuado aumento a partir de 1996, decorrente da mudança de classificação das doenças (CID-9 para CID-10. Quanto à mortalidade infantil, destaca-se o predomínio dos óbitos na faixa neonatal. O desvendar das doenças e agravos dentro dos grandes grupos revela a importância das doenças isquêmicas do coração e doenças cerebrovasculares, dos homicídios, acidentes de transporte e da AIDS.An analysis of the 1979-1997 historical series points to demographic and mortality trends in Niterói, Rio de Janeiro State, over the course of those two decades. There was a drop in the rate of population increase, with a significant change in the age structure. In the time series, there was a decline in mortality from cardiovascular diseases and an overall downward trend in mortality from infectious and parasitic diseases, albeit with a sharp increase beginning in 1996 resulting in a change in disease classification (ICD-9 to ICD-10. As for infant mortality, there was a predominance of deaths in the neonatal group. An analysis of major groups of diseases and injuries highlights the importance of ischemic heart disease and cerebrovascular diseases, homicides, traffic accidents, and AIDS.

  20. A Educação e o Cuidado de Meninas e Meninos Menores de Três anos em Creches: Indicações para uma Pedagogia da Educação Infantil.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giandréa  Reuss Strenzel

    2003-01-01

    Full Text Available Esta pesquisa buscou identificar as contribuições das dissertações de mestrado e teses de doutorado dos Programas de Pós Graduação em Educação no Brasil entre os anos de 1983 e 1998 para o desenvolvimento do trabalho pedagógico com crianças de 0 a 3 anos em creches. Para tanto, a pesquisa tomou como fonte de coleta uma base de dados organizada pela Anped, em CD-ROM. Selecionei inicialmente as pesquisas que se referiam à educação de crianças de 0 a 6 anos em creches e pré escolas e em seguida, a produção sobre crianças menores que 3 anos, encontrando-se um total de quatorze pesquisas. Dentre estas, encontrei aquelas que mesmo tomando como base outras áreas tais como a Psicologia, a Educação Física e as Ciências Sociais, fazem relação com a Pedagogia e trazem indicações para uma Pedagogia da Educação Infantil

  1. A situação do câncer de mama em Goiás, no Brasil e no mundo: tendências atuais para a incidência e a mortalidade Breast cancer in Goiás, in Brazil and in the World: current incidence and mortality rates

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Régis Resende Paulinelli

    2003-03-01

    Full Text Available O câncer de mama apresenta elevada incidência e mortalidade em todo o mundo, representando um grave problema de saúde pública. A incidência dessa neoplasia vem aumentando nas últimas décadas, mesmo em áreas de tradicional baixa incidência, em grande parte devido às mudanças nos hábitos de vida e no perfil epidemiológico da população. Vários países desenvolvidos têm conseguido, apesar desse aumento na incidência, reduzir a sua mortalidade, através de um diagnóstico mais precoce e de um tratamento mais eficaz. Nesse artigo comentamos as tendências atuais para o câncer de mama em vários locais do mundo, de forma comparativa, bem como os possíveis fatores envolvidos nessas mudanças. Dispensamos particular atenção à situação do Brasil, e da cidade de Goiânia.Breast cancer has the highest incidence and mortality rates in the whole World, and is a severe public health issue. This type of neoplasia has been increasing in the last decades, even in areas of traditional low incidence in part due to changes in the lifestyle and epidemiological profile of the population. Various developed countries, notwithstanding this incidence increase, have succeeded to reduce mortality through early diagnosis and more efficacious treatment. This paper compares current breast cancer trend in various parts of World, as well as the possible factors involved in this change of pattern. Especial emphasis is placed on the problem in our country Brazil, and in our city, Goiânia.

  2. Mortalidad por causas externas en tres ciudades latinoamericanas: Córdoba (Argentina, Campinas (Brasil y Medellín (Colombia, 1980-2005 Mortalidade por causas externas em três cidades latino-americanas: Córdoba (Argentina, Campinas (Brasil e Medellín (Colômbia, 1980-2005 Mortality from external causes in three Latin American cities: Córdoba (Argentina, Campinas (Brazil and Medellín (Colombia, 1980-2005

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Doris Cardona

    2008-12-01

    , através de análise comparativa dos padrões e tendências das mortes por causas externas em três contextos urbanos. Trata-se de estudo descritivo de fonte secundária, utilizando estatísticas vitais de Córdoba (Argentina, Campinas (Brasil y Medellín (Colômbia em três períodos entre 1980 e 2005. São priorizados os subgrupos de causas externas - homicídios por armas de fogo e outros; acidentes de transportes; suicídios; e eventos cuja intenção é indeterminada -, com os dados desagregados por idade e sexo e taxas calculadas para o ponto médio dos triênios próximos aos anos censitários. Os resultados indicaram que os níveis de Medellín superam os de Campinas e Córdoba para todas as causas externas estudadas, sendo os homens jovens o grupo mais atingido por tais causas. Os níveis de Campinas duplicam os de Córdoba para os homicídios e acidentes de trânsito, mas, para os suicídios, as taxas da cidade argentina são as mais altas. Para Medellín, as taxas máximas se foram verificadas por volta de 1990, ao contrário das demais, em que a tendência é crescente de 1980 a 2000 e decrescente entre 2001 e 2005. A disponibilidade dos dados de boa qualidade sobre mortalidade permite elaborar comparações entre as populações estudadas. A análise da mortalidade por causas externas evidencia diferenças importantes nos níveis e tendências, e menos no comportamento por sexo e idade, apesar de se tratar de cidades com algumas semelhanças, como o fato de constituírem importantes centros universitários e de desenvolvimento industrial de importância regional e para o país. Os resultados sugerem que fatores socioeconômicos e demográficos não são suficientes para explicar as diferenças observadas.AIM: This article has the objective of contributing to studies on mortality from violent causes in Latin America through a comparative analysis of recent patterns and trends in deaths from external causes in three regional urban contexts. METHODS: A

  3. Poluição do ar e mortalidade em idosos no Município do Rio de Janeiro: análise de série temporal Air pollution and mortality in the elderly in Rio de Janeiro: a time-series analysis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Regina Paiva Daumas

    2004-02-01

    Full Text Available Este artigo tem por objetivo investigar a associação entre a poluição do ar por partículas e a mortalidade por doenças cardiovasculares e respiratórias entre idosos no Município do Rio de Janeiro. Informações relativas à mortalidade, a concentrações de partículas totais em suspensão (PTS e à meteorologia foram obtidas de fontes de dados secundárias. As contagens diárias de óbitos e os níveis médios diários de PTS para os anos de 1990 a 1993 foram analisados em modelos de regressão de Poisson, que incluíam termos para controle de tendências de longo prazo, flutuações sazonais, dia da semana, temperatura e umidade. Para uma elevação dos níveis de PTS do 10º ao 90º percentil (104,7µg/m³, os riscos relativos para mortalidade por doenças cardiovasculares e respiratórias em idosos foram, respectivamente, 1,04 (IC95%: 0,96-1,13 e 1,10 (IC95%: 0,97-1,26. Embora tenha sido observada uma tendência de aumento de risco, as associações não foram estatisticamente significativas, o que pode ser atribuído, em parte, ao pequeno número de medidas de poluição disponíveis no período analisado.This study investigates the association between particulate air pollution and mortality from cardiovascular and respiratory diseases among the elderly in the city of Rio de Janeiro. Death counts, levels of total suspended particles (TSP, and meteorological data were obtained from secondary databases. Daily counts of deaths and daily TSP levels from 1990 to 1993 were analyzed in Poisson regression models adjusted for long-term temporal trends, seasonality, weekdays, temperature, and humidity. For an increase in TSP levels from the 10th to the 90th percentile (104.7µg/m³, the relative risks for mortality in elderly people from cardiovascular and respiratory diseases were 1.04 (95%CI: 0.96-1.13 and 1.10 (95%CI: 0.97-1.26 respectively. Although an upward trend in risk was observed, the associations were not statistically significant

  4. Mortalidad intrahospitalaria por accidente cerebrovascular

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Federico Rodríguez Lucci

    2013-08-01

    Full Text Available La mortalidad global por accidente cerebrovascular (ACV ha disminuido en las últimas tres décadas, probablemente debido a un mejor control de los factores de riesgo vascular. La mortalidad hospitalaria por ACV ha sido tradicionalmente estimada entre 6 y 14% en la mayoría de las series comunicadas. Sin embargo, los datos de ensayos clínicos recientes sugieren que esta cifra sería sustancialmente menor. Se revisaron datos de pacientes internados con diagnóstico de ACV del Banco de Datos de Stroke de FLENI y los registros institucionales de mortalidad entre los años 2000 y 2010. Los subtipos de ACV isquémicos se clasificaron según criterios TOAST y los ACV hemorrágicos en hematomas intrapanquimatosos, hemorragias subaracnoideas aneurismáticas, malformaciones arteriovenosas y otros hematomas intraparenquimatosos. Se analizaron 1514 pacientes, 1079 (71% con ACV isquémico (grandes vasos 39%, cardioembólicos 27%, lacunares 9%, etiología indeterminada 14%, otras etiologías 11% y 435 (29% con ACV hemorrágico (intraparenquimatosos 27%, hemorragia subaracnoidea 30%, malformaciones arteriovenosas 25% y otros hematomas espontáneos 18%. Se registraron 38 muertes intrahospitalarias (17 ACV isquémicos y 21 ACV hemorrágicos, representando una mortalidad global del 2.5% (1.7% en ACV isquémicos y 4.8% en ACV hemorrágicos. No se registraron muertes asociadas al uso de fibrinolíticos endovenosos. La mortalidad intrahospitalaria en pacientes con ACV isquémico y hemorrágico en nuestro centro fue baja. El manejo en un centro dedicado a las enfermedades neurológicas y el enfoque multidisciplinario por personal médico y no médico entrenado en el cuidado de la enfermedad cerebrovascular podrían explicar, al menos en parte, estos resultados.

  5. Eventos interacionais e eventos de letramento: um exame das condições sociais e semióticas da escrita em uma turma de educação infantil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Lúcia Castanheira

    Full Text Available Neste texto, examinamos as condições sociais e semióticas em que a escrita se faz presente no cotidiano de uma turma da educação infantil de uma escola pública em Belo Horizonte, por meio da análise de eventos interacionais e de letramento identificados nesse contexto. Os eventos analisados integram o banco de dados de uma pesquisa que envolveu a observação participante e adotou as abordagens da etnografia interacional e da sociologia da infância no exame de como, quando e por quem atividades com a escrita eram iniciadas e desenvolvidas na turma observada. A contraposição de diferentes formas de análise e de representação da interação entre participantes em eventos de letramento evidenciou que ora a professora, ora os alunos tornavam a escrita integrante das interações estabelecidas entre eles. Além disso, foi possível reconhecer aspectos que contribuem para a ocorrência de situações de incompreensão entre os participantes do grupo. O engajamento das crianças nos eventos de letramento permite argumentar que há um esforço, individual e coletivo, das mesmas em se posicionarem como leitoras e escritoras no espaço da sala de aula.

  6. Representações sociais de professores da Educação Infantil sobre o desenvolvimento da prática pedagógica em meio ambiente

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Duarte Araújo Silva

    Full Text Available Resumo: Este artigo apresenta dados de uma pesquisa desenvolvida no Curso de Doutorado em Educação da Universidade Federal de Uberlândia. Nosso objetivo foi identificar as representações sociais de professores da Educação Infantil acerca da prática pedagógica em Ciências. Utilizamos como referencial teórico-metodológico as Representações Sociais. Os sistemas de referência encontrados nos permitem aferir que a prática pedagógica em Ciências deve ocorrer por meio do trabalho com os seguintes temas: meio ambiente, higiene e alimentação. Neste trabalho, apresentamos as análises tecidas sobre a prática pedagógica em meio ambiente. Apreendemos das falas das professoras que, muitas vezes, elas possuem a representação de que desenvolvem práticas pedagógicas significativas sobre essa temática, mas elas se restringem às salas de aula, às datas comemorativas, ao ensino de símbolos e classificações, às confecções de materiais de sucata e às atividades fotocopiadas, isto é, atividades isoladas e pontuais pouco relevantes para a formação das crianças.

  7. Saberes necessários ao profissional da educação infantil: a docência em educação física - Knowledge necessary for professional child education: teaching in physical education

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Freitas Marchiori

    2013-06-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/1980-4512.2013n28p96   O presente trabalho corresponde a um ensaio apresentado em 2007 no I Seminário de Práticas dos Dinamizadores de Educação Física e Artes da SEME. O texto apresenta uma estrutura objetiva, pontual. A intenção dos autores era realmente pontuar saberes advindos da prática docente no cotidiano da Educação Infantil, observados empiricamente. O conceito de saber docente desenvolvido por Tardif (2003 e outros autores ainda não faziam parte da formação dos autores. A epígrafe corresponde a uma carta circulada no CMEI “SP”, tendo em vista as condições sociais da região atendida. Trata-se de um bairro antigo, na parte alta da Grande Santo Antônio, com problemas sociais crônicos (tráfico de drogas, homicídio, prostituição, alcoolismo, pobreza e outros. Aborda-se a prática docente em Educação física na Educação Infantil e as condições de constituição docente. Os autores não possuíam nenhuma experiência com a primeira etapa da educação básica, restando-lhes as experiências advindas da vida familiar com as filhas. Houve dificuldade de encontrar aporte teórico para o fazer docente, tendo em vista a experiência de Vitória ter iniciado em abril de 2006 e não encontrar divulgação de trabalhos concretizados na área específica. Objetivo do ensaio era compartilhar as práticas com os demais dinamizadores e começar a sistematizar alguns conceitos sobre a Educação Física na Educação Infantil. Palavras chaves: Educação Física; Educação Infantil; Saberes docentes. ABSTRACT This work corresponds to a paper presented at the 2007 Seminar on Dinamizadores Practices for Physical Education and Arts at SEME. The paper presents an objective structure, punctual. The authors' intent was really to score knowledge originated from the teaching practice in everyday kindergarten, observed empirically. The concept of teacher knowledge developed by Tardif (2003 and others were

  8. Câncer em mulheres idosas das regiões Sul e Sudeste do Brasil: Evolução da mortalidade no período 1980 - 2005 Cancer in elderly women in the South and Southeast regions of Brazil: mortality trends in the 1980- 2005 period

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Vianna Basílio

    2008-06-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Com o envelhecimento progressivo da população, as neoplasias se constituíram em importante causa de morbimortalidade no Brasil. As regiões Sul e Sudeste apresentam as maiores taxas de mortalidade por câncer e abrigam os maiores contingentes de população idosa. OBJETIVO: Analisar a tendência da mortalidade por localizações selecionadas de câncer na população feminina de 60 anos ou mais das regiões Sul e Sudeste do Brasil, no período 1980-2005. METODOLOGIA: Os dados anuais da população residente e de mortalidade por câncer em geral e por câncer de esôfago, estômago, cólon/reto, pâncreas, pulmão, mama e colo de útero foram obtidos no DATASUS. A análise da tendência das taxas de mortalidade foi efetuada para três faixas etárias, a partir de 60 anos, através de modelos de regressão. RESULTADOS: Verificou-se tendência significativa de crescimento da mortalidade por câncer de cólon/reto, pâncreas, pulmão e mama nas três faixas etárias nas duas regiões. O câncer de estômago apresentou tendência significativa de decréscimo em todas as faixas etárias nas regiões Sul e Sudeste, enquanto para câncer de esôfago observou-se tendência significativa de declínio somente no Sudeste. CONCLUSÕES: Os padrões de mortalidade por câncer de mulheres idosas do Sul e Sudeste do Brasil acompanham tendências mundiais, tendo ocorrido importantes variações no período de estudo. Mecanismos envolvidos no comportamento da mortalidade em idosos, em grande parte ainda desconhecidos, assim como diferenças regionais e entre as gerações na prevalência de fatores de risco e proteção para câncer, poderiam explicar parcialmente os padrões observados. São necessários estudos que aprofundem a análise da mortalidade por câncer nesse grupo populacional.INTRODUCTION: With the gradual aging of the Brazilian population, cancer has gained an increasingly important role as a cause of morbidity and mortality. The

  9. Estudo da morbidade e da mortalidade perinatal em maternidades: III - Anomalias congênitas em nascidos vivos A study of perinatal morbidity and mortality in maternity hospitals: III - Congenital anomalies in live briths

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Maria Pacheco de Souza

    1987-02-01

    Full Text Available Realizou-se estudo das anomalias congênitas encontradas em recém-nascidos vivos, em nove maternidades, durante o ano de 1981-1982. O material é parte de uma pesquisa desenvolvida em sete maternidade do Estado de São Paulo, uma do Rio de Janeiro e uma de Florianópolis, Santa Catarina (Brasil, no período de agosto de 1981 a julho de 1982, quando foram coletados dados sobre todos os nascimentos ocorridos nesses nove serviços. As anomalias congênitas foram definidas como as descritas no XIV.° capítulo da Classificação Internacional de Doenças - 1975, 9ª Revisão, tendo sido utilizada essa classificação para codificá-las. Na análise estatística foram utilizados o X² (com um grau de liberdade, o teste de inclinação para proporções ("Trend test" e a técnica de Berkson para a verificação da hipótese de aderência à distribuição de Poisson. Em 12.782 recém-nascidos vivos, 286 (2,24% apresentavam algum tipo de anomalia congênita, tendo havido 26 (0,20% crianças com duas anomalias, 9 (0,07% com três e duas (0,02 apresentando quatro tipos de malformações congênitas. As deformidades osteomusculares congênitas (código 754 da CID foram as mais freqüentes (19%;segue-se as outras anomalias congênitas do coração (746 com uma freqüência de 14,1%. Ao se analisar a prevalência dessas malformações pela idade da mãe nota-se que há um aumento da prevalência à medida que a idade avança, apenas para Sindrome de Down (758.Congenital anomalies in live births in nine maternities in the period 1981-1982 were studied. This was one aspect of a research project carried out in seven maternities in the State of S.Paulo, one in Rio de Janeiro and another in Florianópolis (Brazil, from which data on all births occurring between August 1981 and July 1982 were obtained. Congenital anomalies were classified according to the XIVth chapter of the CID-1975 - 9thRevision. Chi square for associations and for trend and Berkson

  10. Avaliação de habilidades de linguagem e pessoal-sociais pelo Teste de Denver II em instituições de educação infantil Evaluacion de habilidades de lenguaje y personal-sociales por el Test de Denver II em instituiciones de educacion infantil Evaluation of language and personal social abilities by the Denver Test II in institutions of infantile education

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Magda Andrade Rezende

    2005-03-01

    Full Text Available Supervisão e promoção do desenvolvimento infantil são cuidados necessários às crianças que freqüentam creches e pré-escolas. Organizações de saúde internacionais e nacionais têm sistematizado estratégias para tal, porém nas instituições brasileiras estas ações são pouco realizadas. OBJETIVO: Avaliar, pelo segundo ano consecutivo, habilidades das áreas de linguagem e pessoal-social de uma coorte de crianças que freqüentam 3 creches da cidade de São Paulo. MÉTODO: O grupo amostral foi constituído por 30 crianças de 0 a 4 anos, de nível sócio-econômico homogêneo segundo instrumento para avaliação de nível de pobreza urbana. Segundo este instrumento todas as famílias estavam na faixa superior de classificação. Para avaliação do desenvolvimento foi usado o Teste de Triagem de Desenvolvimento de Denver II, empregado em dois momentos distintos no primeiro ano de acompanhamento da coorte, e uma vez no segundo ano. RESULTADOS: Na área pessoal-social a melhora foi significante da 1ª para a 2ª avaliação, o que não ocorreu na área de linguagem, ao longo das 3 avaliações. No entanto, a partir dos 3 anos de idade as crianças passaram a obter resultados piores. Quanto aos sexos não houve diferenças significantes nos desempenhos nas duas áreas. CONCLUSÃO: É possível que as habilidades das crianças na área pessoal-social tenham sido incrementadas pelas condições das instituições, o que não ocorreu na de linguagem. Não se pode afirmar a causa destes acontecimentos, embora seja intrigante a proporção adulto/criança que diminui após as crianças completarem 3 anos de idade, mas outras pesquisas são necessárias, inclusive a continuidade desta coorte.La supervisión y promoción del desarollo infantil son cuidados necesários a los niños que frequentan jardines infantiles y pré-escolares. Las organizaciones de salud internacionales y nacionales tienem sistematizado estratégias para tal, pero en

  11. COMPORTAMENTO DA DIARRÉIA INFANTIL ANTES E APÓS CONSUMO DE ÁGUA PLUVIAL EM MUNICÍPIO DO SEMI-ÁRIDO BRASILEIRO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Emanuella Silva Joventino

    2010-01-01

    Full Text Available El estudio tuvo como objetivo investigar la correlación entre el consumo de agua de los tanques y el comportamiento de la diarrea infantil. Es un estudio cuantitativo, transversal, realizado en Canindé-CE, Brasil, con 56 familias. Las principales fuentes de agua utilizadas antes de la construcción de los tanques, fueron "cacimbão" (21-37,5% y presa (17-30,4%. Se verificó una correlación linear inversa y estadísticamente significativa entre las tasas de diarrea infantil y el número de tanques construidos por año (r= -0,943; p=0,001 y estadísticamente significativa (p= 0,001. La cloración fue el principal tratamiento del agua antes (46-82,1% y después (37-66% de la adquisición del tanque, pero con dilución incorrecta (41-89,2%. El uso de las cisternas para captar el agua de la lluvia se refleja en la mejora de la salud infantil en la región, sin embargo, las personas todavía necesitan mejorar las medidas para el tratamiento del agua potable.

  12. Transtorno de estresse pós-traumático e percepção sobre a doença em jovens sobreviventes de câncer infantil

    OpenAIRE

    Zancan, Renata Klein

    2013-01-01

    O câncer infantil é um conjunto de doenças caracterizadas pela proliferação descontrolada de células anormais. Apesar dos avanços da ciência e da medicina, fazendo com que a taxa de sobrevida chegue em média a 80%, a doença ainda é considerada ameaçadora e os tratamentos são dolorosos e invasivos. Esta experiência pode acarretar consequências psicológicas, dentre elas, o Transtorno de Estresse Pós-traumático (TEPT) ou a presença de sintomatologia do mesmo. Dessa forma, o objetivo dessa disser...

  13. Maternal mortality due to hemorrhage in Brazil Mortalidad materna en Brasil debida a hemorragia Mortalidade materna por hemorragia no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria de Lourdes de Souza

    2013-06-01

    causa de la muerte. OBJETIVO: analisar a razão de mortalidade materna devido a hemorragia identificada no Brasil, durante o período de 1997 a 2009. MÉTODO: análise de dados populacionais com série temporal. Os dados foram obtidos nos Sistemas de Informações de Mortalidade e Nascidos Vivos do Ministério da Saúde do Brasil. Foi selecionado, para análise, o total de óbitos de mulheres com idade compreendida entre 10 e 49 anos, que ocorreram no período de 1997 a 2009, e que foram registrados como "morte materna". RESULTADOS: durante o período de pesquisa, 22.281 mortes maternas foram identificadas no Sistema de Mortalidade e, dessas, 3.179 foram devido a hemorragia, respondendo por 14,26%. A razão de mortalidade materna esteve mais elevada nas Regiões Norte e Nordeste do Brasil. CONCLUSÕES: o cenário brasileiro mostra desigualdades regionais em relação à mortalidade materna. A hemorragia é apresentada como um sintoma, e não como uma causa de morte.

  14. High mortality, violence and crime in alcohol dependents: 5 years after seeking treatment in a Brazilian underprivileged suburban community Alta mortalidade, violência e crime em dependentes de álcool: seguimento após 5 anos de tratamento em periferia brasileira

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jairo Valentim Silva

    2012-06-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To investigate the results of alcohol-related consequences in an underprivileged area of São Paulo. METHOD: One hundred and ninety one adult patients who sought alcohol treatment in 2002 were reassessed in 2007 regarding alcohol use and involvement with crime. The interview consisted of demographic questions and questionnaires assessing alcohol dependence and pattern of alcohol use. Risk and protective factors and involvement with crime were further explored. RESULTS High mortality rate (16.9%, n = 41 was found in this sample and 97.4% were identified as being severe alcohol dependents. The sample consisted of a homogeneous group, average age of 42, 81.9% male, 57.5% black, 52.2% unemployed and 100% of low socioeconomic status. Individuals ageing 35 or younger, not engaged in religious activities and with intense alcohol consumption in the last month had 2.7 times more chance on committing crimes (95% CI = [1.22; 5.93] p = 0.014. Subjects who consumed alcohol in the last month also had a 4.1 greater chance of becoming involved in crime (95% CI = [1.2; 14.24] p = 0.024. CONCLUSION: Alcohol dependence within an underprivileged community was associated with high rates of crime and mortality. Religious affiliation was negatively associated with delinquent behavior.OBJETIVO: Explorar as consequências relacionadas ao uso de álcool na periferia de São Paulo. MÉTODO: Pacientes que procuraram tratamento para alcoolismo em 2002 foram convidados para reavaliação em 2007 para estudo de seguimento retrospectivo. A entrevista consistiu de questões sociodemográficas e questionários que avaliaram a dependência alcoólica e o padrão do consumo. Pesquisa adicional sobre fatores de risco e de proteção e envolvimento com crime foi contemplada neste estudo. RESULTADOS: A alta taxa de mortalidade (16,9% n = 41 e a dependência grave de álcool foi confirmada em 97,4% da amostra. O grupo se mostrou homogêneo, média de idade (42 anos, sexo

  15. O cotidiano do cuidado infantil em comunidades rurais do Estado da Bahia: uma abordagem qualitativa Day-to-day child care in rural communities in the State of Bahia, Brazil: a qualitative approach

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Micheli Dantas Soares

    2008-12-01

    Full Text Available OBJETIVOS: compreender as experiências e sentidos do cuidado infantil, por quem o agencia no espaço doméstico. MÉTODOS: foi utilizado o aporte teórico oriundo da fenomenologia na análise e interpretação dos textos extraídos das entrevistas semi-estruturadas, realizadas com as responsáveis por prover o cuidado no espaço das 10 unidades domésticas escolhidas, na sua totalidade composta por mulheres. A investigação sobre cuidado infantil foi realizada no município de Caldas de Cipó, Bahia, Brasil. RESULTADOS: entre as várias dimensões do cuidado infantil, o alimentar constitui-se como uma das principais preocupações das agentes, sobretudo pela condição de pobreza em que as mesmas vivem. A garantia da comida conforma o elemento chave do cuidado alimentar. As experiências do cuidar, informadas pelas agentes, dialogam não só com as suas situações biográficas, como também com relações que guardam com o mundo cotidiano, num tempo e espaço particularizados. CONCLUSÕES: pelo sentido existencial que caracteriza o cuidado, os resultados deste estudo sugerem um novo enfoque na condução das políticas e ações de educação em saúde para as mulheres cuidadoras.OBJECTIVES: understand the experience and the meaning of child care for those who practice it in the home. METHODS: a phenomenological theoretical approach was used to analyze and interpret extracts from semi-structured interviews conducted with those responsible for the child care in 10 households in the city of Caldas de Cipó, in the State of Bahia, Brazil. RESULTS: of the various aspects of the child care, nutrition was the one of greatest concern to interviewees, given the conditions of poverty in which they live. The provision of food supplies is a key element of nutrition. The nature of the caring experience was connected not only with the personal history of the individual but also with their relationship to the day-to-day world of a particular time and space

  16. Programas de saúde materno-infantil em Moçambique: marcos evolutivos e a inserção da enfermagem Programas de atención de salud materno-infantil en Mozambique: marcos evolutivos e inserción de la enfermería Programs of maternal and infant health in Mozambique: gradual landmarks and the insertion of nursing

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Acácia Ernesto Lourenço

    2009-09-01

    Full Text Available Pesquisa centrada nas políticas públicas do governo moçambicano para o setor da saúde, com foco voltado para programas de assistência à saúde materno-infantil. Tem o propósito de apresentar contextos básicos para a reflexão sobre a filosofia da implantação e implementação dos programas e a inserção da Enfermagem, mostrando seus marcos evolutivos. Constatou-se que, na década 70, o Sistema Nacional de Saúde adotou o Programa de Proteção Materno-Infantil, que na década de 80 ficou concebido como Programa de Saúde Materno-Infantil e, posteriormente, na década 90, ficou inserido no Programa Nacional Integrado de Saúde Materno-Infantil e Planejamento Familiar, Programa Alargado de Vacinação, Saúde Escolar e do Adolescente, incluindo Saúde Sexual e Reprodutiva. A inserção da Enfermagem foi evidenciada na implementação das ações assistenciais. Os marcos evolutivos foram: a introdução dos cursos específicos de Enfermagem em saúde materno-infantil do nível básico ao superior e abrangência dos serviços do Programa Nacional Integrado.Pesquisa Centrada en las políticas públicas del gobierno Mozambicano para el setor salud, con foco en los Programas de Asistencia en Salud Materno-infantil, con el propósito de presentar contextos básicos para la reflexión acerca de la filosofia de implantación e implementación de los programas mostrando sus marcos evolutivos e de la inserción de la Enfermería. Se constató que en la década 70, el Sistema Nacional de Salud adoptó el Programa de Protección Materno Infantil, que en la década de 80 se transformó en Programa de Salud Materno-infantil y posteriormente en la década de 90 fue inserido en el Programa Nacional Integrado de Salud Materno- Infantil y Planificación Familia, Programas Ampliado de Vacunación, Salud Escolar y del Adolescente incluyendo la salud Sexual y Reproductiva. La inserción de la Enfermería fue evidenciada en la implantación por medio de

  17. Stroke mortality in São Paulo (1997-2003: a description using the Tenth Revision of the International Classification of Diseases Mortalidade pela doença cerebrovascular em São Paulo (1997-2003: descrição utilizando a Décima Classificação Internacional de Doenças

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo A. Lotufo

    2004-12-01

    flutuações ocasionais, calculou-se a média dos óbitos ocorridos no período de 1997 a 2003.As taxas de mortalidade foram calculadas usando-se a população determinada no Censo de 2000. A proporção de mortes por DCV em comparação com o total de óbitos de origem cardiovascular foi maior entre as mulheres, principalmente na meia idade. Por outro lado, a diferença do risco de morte por entre homens e mulheres aumentou progressivamente com o avançar da idades, com os homens apresentando sempre os valores mais elevados. A DCV não especificada como isquêmica ou hemorrágica foi a causa mais comum de morte por DCV a partir dos 60 anos. No entanto, a hemorragia intracerebral foi a causa mais freqüente para ambos os sexos dos 30 aos 59 anos. A hemorragia subaracnoídea foi causa muito mais freqüente entre mulheres do que em homens. A razão entre mortes por DCV isquêmica em relação a hemorrágica (ambos subtipos foi 0,59 para homens e 0,56 para mulheres. Concluindo, a magnitude dos tipos hemorrágicos da DCV é ainda bastante elevada em São Paulo quando comparada a de outros países.

  18. Recurrent infantile digital fibromatosis

    African Journals Online (AJOL)

    We present a case of an 8-year-old-boy with recurrent infantile digital fibromatosis (IDF) who presented with new ... Keywords: fibrous tumors, inclusion body fibromatosis, infantile digital fibromatosis, spindle cells, Reye tumor .... watch-and-wait strategy for patients with histologically confirmed IDF nodules that do not cause ...

  19. Fatores de risco para mortalidade fetal em uma maternidade do Sistema Único de Saúde, Rio de Janeiro, Brasil: estudo caso-controle Risk factors for fetal mortality in a public maternity hospital in Rio de Janeiro, Brazil: a case-control study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sandra Costa Fonseca

    2010-02-01

    Full Text Available A mortalidade fetal, apesar de elevada no Brasil, é pouco estudada quanto à sua determinação. Um estudo caso-controle aninhado foi feito para investigar os determinantes da mortalidade fetal em uma população usuária dos serviços públicos de uma região do Rio de Janeiro, de 2002 a 2004. Os dados foram coletados por meio de entrevista com as puérperas e complementados em prontuários e cartões de pré-natal. Os casos foram óbitos fetais com peso igual ou superior a 500g e os controles foram nascidos vivos no mesmo período. Para análise estatística, usou-se um modelo hierárquico de fatores sócio-econômicos e psicossociais (nível distal, reprodutivos, comportamentais e assistenciais (intermediário e características biológicas do feto (proximal. Destacaram-se vínculo empregatício, situação marital estável, acompanhante na admissão e pré-natal adequado como protetores de mortalidade fetal, enquanto violência doméstica, morbidade na gravidez e crescimento fetal restrito aumentaram o risco. O pré-natal se mostrou importante estratégia de redução do risco nesta população.Stillbirth rate is high in Brazil, and it is important to identify its determinants. A nested case-control was conducted to explore the determinants of fetal death in a population treated at public services in Rio de Janeiro from 2002 to 2004. Data were collected from mothers' interviews and medical records. A structured model was proposed to perform statistical analysis, attributing hierarchical levels: socioeconomic factors (distal level, reproductive, behavioral, and healthcare determinants (intermediate level, and fetal biological characteristics (proximal level. According to the findings, work stability, stable marital status, presence of a companion during admission, and adequate prenatal care had a protective effect against fetal death, while domestic violence, maternal morbidity, and intrauterine growth restriction increased the risk. Quality

  20. Espasmos em flexão: estudo clínico e eletrencefalográfico de pacientes tratados com Ro 4-5360 Infantile spasms: clinical and electroencephalographic studies of patients treated with Mogadon (Ro 4-5360

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    P. Lison

    1967-06-01

    Full Text Available Sete pacientes com espasmos em flexão não controlados com medicações anticonvulsivas usuais foram submetidos a tratamento com Ro 4-5360 (Mogadon, à razão de 5 a 10 mg por dia. Foram discutidos os resultados clínicos e os achados eletrencefalográficos. Especial ênfase foi dedicada às correlações eletroclínicas. Os autores concluem: 1 Houve redução rápida e significativa na intensidade e na freqüência dos surtos de espasmos em flexão em todos os casos tratados com Mogadon. 2 Os melhores resultados foram observados em crianças que apresentavam desenvolvimento psicomotor normal até o aparecimento dos espasmos em flexão. 3 O intervalo entre o início dos espasmos em flexão e o início do tratamento com Mogadon e o insucesso de tratamentos anteriores com ACTH não foram fatores desfavoráveis quanto aos resultados da terapêutica benzcdiazepínica. 4 Houve ligeira regressão do retardo psicomotor, em 5 dos 7 casos, não acompanhando a nítida melhora das manifestações convulsivas, melhora cuja precocidade e intensidade foram mais acentuadas nas crianças em que o desenvolvimento psicomotor era inicialmente normal. 5 Nos casos que apresentavam hipsarritmia, houve desaparecimento da manifestação ao fim de uma semana de tratamento. 6 O aparecimento de sincronização rápida por espículas de amplitude uniforme e de topografia difusa no eletrencefalograma, dos pacientes tratados com Mogadon, parece ser função da incidência de elementos rápidos de tipo irritativo nos traçados realizados antes do tratamento. 7 Na vigência do aparecimento da sincronização por espículas difusas surgiram crises tônicas generalizadas em duas crianças que não apresentavam este tipo antes do tratamento, sendo de notar que essas manifestações eletrencefalográficas e clínicas diminuíram ulteriormente e desapareceram após três meses de tratamento. 8 Em três casos, passada a fase de alterações paroxisticas difusas, permaneceram

  1. Fonologia, processamento auditivo e educação infantil: influências ambientais em crianças de 4 anos a 5 anos e 11 meses

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valquíria Conceição Souza

    2015-04-01

    Full Text Available OBJETIVO:descrever e analisar o perfil fonológico de crianças na faixa etária de 4 anos a 5 anos e 11 meses frequentadoras de instituições de ensino infantil do município de Belo Horizonte, comparar o desenvolvimento fonológico das crianças do ensino público e privado e verificar a relação entre o desenvolvimento de linguagem e os recursos dos ambientes familiar e da escola.MÉTODOS:o estudo avaliou o desenvolvimento fonológico e o processamento auditivo de 96 crianças na faixa etária entre 4 e 5 anos e 11 meses pertencentes a três instituições de ensino infantil e também foi avaliado o ambiente escolar.RESULTADOS:os processos mais frequentes foram simplificação de liquida, simplificação de encontro consonantal e simplificação de consoante final. Na avaliação do processamento auditivo a maioria das crianças obteve resultado adequado. Foi observado que crianças que recebem menor estimulação familiar e frequentadoras de instituições públicas demonstraram chances maiores de apresentarem alteração fonológica.CONCLUSÃO:os resultados do estudo mostram a importância de uma boa estimulação do ambiente no qual a criança está inserida. Deste modo é de grande relevância que mais estudos sejam realizados e que verifiquem a influência do ambiente familiar e da escola na aquisição da linguagem infantil.

  2. A regra em jogo: um estudo sobre a prática de jogos de regras e o desenvolvimento moral infantil

    OpenAIRE

    Ana Paula Sthel Caiado

    2012-01-01

    Sendo a consciência e a prática das regras fatores relevantes para a compreensão do desenvolvimento moral, os diferentes contextos que envolvem o jogar com regras, podem revelar-se espaços privilegiados para o estudo da moralidade infantil. De acordo com a abordagem psicogenética piagetiana, o jogo ao possibilitar a livre construção do conhecimento e estimular trocas sociais cooperativas, pode vir a favorecer a superação do egocentrismo moral e intelectual, aspecto este indispensável à constr...

  3. Estudo Sobre a Mortalidade em UTI Neonatal de um Hospital Escola no Sul de Minas/Study of Mortality in a Neonatal Intensive Care Unit of a Teaching Hospital in Southern Minas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Talita de Faria Bustamante

    2014-06-01

    Full Text Available Objetivos: Conhecer as causas e variáveis maternas, do recém-nascido e da própria unidade, relacionadas com a mortalidade da UTI Neonatal do Hospital Escola de Itajubá – MG, entre maio de 2012 a outubro de 2013. Métodos: Estudo descritivo envolvendo 68 recém-nascidos acompanhados até desfecho clínico. Foram analisadas variáveis maternas, da gestação, parto e recém-nascido. Foi utilizado o teste Qui-quadrado para relacionar estas variáveis com a taxa de mortalidade. Resultados: Ocorreram 12 óbitos, com uma taxa de mortalidade de 17,6%. Observou-se relevância apenas nas variáveis relacionadas à Idade Gestacional, baixo peso ao nascer, diagnóstico a internação, Apgar no 1o minuto e escore CRIB II. A mortalidade dos recém-nascidos com peso < 1000g foi de 50%. Os recém-nascidos prematuros com Idade Gestacional <31 semanas foram reesposáveis por 47,6% dos óbitos, sendo a prematuridade o principal diagnóstico à internação, e todos os óbitos estarem a ela relacionados. Conclusão: As principais variáveis associadas à mortalidade neonatal foram a idade gestacional e o baixo peso ao nascer. Além destas, incluíram-se outros fatores de risco como o Apgar no 1o minuto, o escore CRIB II e o diagnóstico principal. Originando um desafio, que precisa ser enfrentado por obstetras, neonatologistas e o poder público. Objectives: To know the causes and variables of the mother, the newborn and the unit, related to the mortality of the Neonatal ICU from the teaching hospital in Itajubá – MG, between May 2012 and October 2013. Methods: A descriptive study involving 68 newborns followed up until clinical outcome. Variables of the mother and newborn, as well as pregnancy and childbirth were analyzed. Chi-square test was used to correlate these variables with mortality. Results: 12 deaths occurred, with a mortality rate of 17,6%. There were relevance on the variables related to gestational age, low birth weight, admission diagnosis

  4. Avaliação do EuroSCORE como preditor de mortalidade em cirurgia cardíaca valvar no Instituto do Coração de Pernambuco Assesment of the EuroSCORE as a predictor for mortality in valve cardiac surgery at the Heart Institute of Pernambuco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isaac Newton Guimarães Andrade

    2010-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a aplicabilidade do Sistema Europeu de Risco em Operações Cardíacas (EuroSCORE em pacientes submetidos à cirurgia valvar no Instituto do Coração de Pernambuco. MÉTODOS: Foram incluídos no estudo 840 pacientes operados entre 2001 e 2009. Os prontuários desses doentes continham todas as informações que permitiram calcular o EuroSCORE. O desfecho de interesse foi óbito na internação. Com o objetivo de avaliar a aplicabilidade do EuroSCORE, foi usado o teste não paramétrico de Mann-Whitney. A calibração do modelo foi medida pela comparação da mortalidade observada com a esperada, usando-se o teste de bondade de ajuste de Hosmer-Lemershow. A acurácia do modelo foi avaliada pela curva ROC (receiver operating characteristic curve. RESULTADOS: A comparação entre a mortalidade prevista e a observada, por meio do teste de Hosmer-Lemershow, evidenciou boa capacidade preditiva (P=0,767, assim como quando comparada para cada valor do EuroSCORE Aditivo (P=0,455. Obteve-se uma área sob a curva de ROC de 0,731 (IC95% 0,660 - 0,793, com valor de P6 incluiu 131 pacientes, com mortalidade foi 20,6%. A análise de regressão logística permitiu identificar os seguintes fatores de risco para o óbito: idade acima de 60 anos, sexo feminino, operação prévia, endocardite ativa, cirurgia associada da aorta torácica e arteriopatia extracardíaca. CONCLUSÕES: O EuroSCORE, um método simples e objetivo, revelou-se um preditor satisfatório de mortalidade operatória e, por ele, foram identificados fatores de risco para o óbito em pacientes submetidos à cirurgia valvar no Instituto do Coração de Pernambuco.OBJECTIVE: To assess the applicability of the European Rysk System in Cardiac Operations (EuroSCORE in patients undergoing cardiac valve surgery at the Heart Institute of Pernambuco. METHOD: 840 patients operated on between 2001 and 2009, who medical records contained all the informations to calculate the EuroSCORE were

  5. Literatura infantil sobre problemas infantiles: la diabetes

    OpenAIRE

    Lázaro Fernández, Patricia

    2015-01-01

    Debido al creciente número de casos de diabetes infantil que se está dando en la sociedad actual, no es raro encontrarse en las aulas cada vez más casos de esta enfermedad. Por esta razón, he decidido analizar dos libros sobre esta temática, para hacer un acercamiento del material seleccionado a las aulas y poder desarrollar junto con los niños un aprendizaje colectivo y cooperativo. En este trabajo se expone la importancia de la literatura y la literatura infantil como una ...

  6. Efeito da prática de alimentação infantil e de fatores associados sobre a ocorrência da cárie dental em pré-escolares de 18 a 48 meses

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    SAITO Solange Katia

    1999-01-01

    Full Text Available Este estudo foi realizado objetivando estudar o efeito das práticas de alimentação infantil e de fatores associados sobre a ocorrência de cárie dental. Para isso, determinou-se o ceo-d e o ceo-s em 156 crianças de 18 a 48 meses e foi aplicado às mães um questionário incluindo perguntas sobre a ocupação do pai, nível educacional da mãe, higiene bucal, época de erupção do dente e sobre práticas de alimentação infantil. Os dados obtidos foram analisados através dos testes X2 e Mann-Whitney U. A média do ceo-s foi 3,4 com 40% das crianças livres de cáries, sendo que 36 e 24% tinham um ceo-d maior que 0 e 4, respectivamente. Notou-se que 72% das crianças eram alimentadas ao seio, 17% apenas com mamadeira e 10% pelos dois meios. Das crianças alimentadas apenas com mamadeira 70% apresentaram cárie. A cárie de mamadeira foi observada em 20% das crianças, sendo que 77% destas tinham sido alimentadas por mais de 12 meses. As crianças, cujos pais eram profissionais com terceiro grau de escolaridade, tiveram significativamente menos cárie do que aquelas de pais com nível técnico ou pais operários. A prevalência de cárie na faixa etária estudada foi relativamente alta. As crianças com cárie de mamadeira tenderam a manter seus hábitos de aleitamento por mais de 12 meses, sendo que o uso de mamadeira açucarada estava presente em 100% dos casos.

  7. Estratificación socioeconómica y salud materno infantil en México

    OpenAIRE

    Carlos Javier Echarri Cánovas

    2004-01-01

    El objetivo del artículo es el estudio de la salud de los niños en México, mediante un análisis que tenga como eje la diferenciación social, la atención a la salud materno infantil y la estructura familiar. Se argumenta la necesidad de prestar mas atención al análisis de los determinantes que de los indicadores de salud, en virtud de las características de información disponible y de los niveles de mortalidad infantil. Un aspecto metodológico importante es que lo...

  8. Mortalidade de mulheres em idade fértil no município de São Paulo (Brasil, 1986: II-Mortes por causas maternas Mortality in women of reproductive age in S. Paulo City (Brazil, 1986: II - Deaths by maternal causes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ruy Laurenti

    1990-12-01

    Full Text Available Dando seqüência ao projeto de investigação de fidedignidade da certificação da causa básica de morte de mulheres em idade fértil (10-49 anos residentes no Município de São Paulo, em 1986, foram comparados os atestados de óbito "originais" com os "refeitos" com base em informações adicionais. O coeficiente de mortalidade materna elevou-se de 44,5 por 100.000 nascidos vivos (n.v. para 99,6 por 100.000 n.v., alto valor quando comparado com o de outros locais. Comparando-se estes dados com outros anteriores que usaram a mesma metodologia, notou-se que a mortalidade ascendeu no período de 1962/4 a 1974/5, para decrescer em 1986. As principais causas de morte materna foram: hipertensão complicando a gravidez, outras afecções da mãe que complicam a gravidez e complicações do puerpério. Discutem-se ainda a necessidade de ampliação do período de 42 dias da definição de mortes maternas e a relação existente entre condições vistas como não-maternas (câncer, violências e o ciclo gravídico-puerperal.In continuation to the research project on the accuracy of the certification of the underlying causes of death in women of child-bearing age (10-49, resident in the Municipality of S. Paulo, Brazil, in 1986, "original" death certificates were compared with "revised" death certificates (including additional information. The maternal mortality rate rose from 44.5 per 100,000 live births (l.b. to 99.6 per 100,000 l.b., a high rate when compared with that of other places. When these data were compared with those of previous, similar investigations in the same city, the maternal mortality rate rose in the period 1962/4 through 1972/4 and fell in 1986. The main causes of death were: hypertension complicating pregnancy, other conditions of the mother which complicated pregnancy and puerperal complications. The need to extend the 42-day period related to the concept of maternal death, as well as the relationship between the non

  9. Impacto da adequação da oferta energética sobre a mortalidade em pacientes de UTI recebendo nutrição enteral Impact of the adequacy of energy intake on intensive care unit mortality in patients receiving enteral nutrition

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Natália Sanchez Oliveira

    2011-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar a relação entre adequação da oferta energética e mortalidade na unidade de terapia intensiva em pacientes sob terapia nutricional enteral exclusiva. MÉTODOS: Estudo observacional prospectivo conduzido em uma unidade de terapia intensiva em 2008 e 2009. Foram incluídos pacientes >18 anos que receberam terapia nutricional enteral por >72h. A adequação da oferta de energia foi estimada pela razão administrado/prescrito. Para a investigação da relação entre variáveis preditoras (adequação da oferta energética, escore APACHE II, sexo, idade e tempo de permanência na unidade de terapia intensiva e o desfecho mortalidade na unidade de terapia intensiva, utilizou-se o modelo de regressão logística não condicional. RESULTADOS: Foram incluídos 63 pacientes (média 58 anos, mortalidade 27%, 47,6% dos quais receberam mais de 90% da energia prescrita (adequação média 88,2%. O balanço energético médio foi de -190 kcal/dia. Observou-se associação significativa entre ocorrência de óbito e as variáveis idade e tempo de permanência na unidade de terapia intensiva, após a retirada das variáveis adequação da oferta energética, APACHE II e sexo durante o processo de modelagem. CONCLUSÃO: A adequação da oferta energética não influenciou a taxa de mortalidade na unidade de terapia intensiva. Protocolos de infusão de nutrição enteral seguidos criteriosamente, com adequação administrado/prescrito acima de 70%, parecem ser suficientes para não interferirem na mortalidade. Dessa forma, pode-se questionar a obrigatoriedade de atingir índices próximos a 100%, considerando a elevada frequência com que ocorrem interrupções no fornecimento de dieta enteral devido a intolerância gastrointestinal e jejuns para exames e procedimentos. Pesquisas futuras poderão identificar a meta ideal de adequação da oferta energética que resulte em redução significativa de complicações, mortalidade e custos

  10. Evolução temporal da mortalidade por suicídio em pessoas com 60 anos ou mais nos estados brasileiros, 1980 a 2009 Suicide mortality temporal trends in people aged 60 years or more in the Brazilian states: 1980 to 2009

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Liana Wernersbach Pinto

    2012-08-01

    Full Text Available Este artigo objetiva verificar a evolução temporal da mortalidade por suicídio em pessoas com 60 anos ou mais segundo a unidade da federação no período de 1980 a 2009. Na construção das séries históricas empregaram-se dados da mortalidade por suicídio (CID-9 códigos E950 a E959 e CID-10 códigos X60 a X84 e Y87.0 obtidos do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM/MS. Dados referentes à contagem populacional foram obtidos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Na avaliação da tendência temporal empregou-se o modelo de regressão de Poisson, no qual a variável resposta foi o número de óbitos e a variável explanatória o ano calendário centralizado. Foram consideradas tendências estatisticamente significativas aquelas cujo p-valor The scope of this paper is to determine the temporal evolution of mortality by suicide in people aged 60 or more per State in Brazil between 1980 and 2009. Historical mortality by suicide data (ICD-9 codes E950 to E959 and ICD-10 codes X60 to X84 and Y87.0 were obtained from the Mortality Information System (SIM / MS. Data regarding population counts were obtained from the Brazilian Institute of Geography and Statistics. In the assessment of temporal trends the Poisson regression model was used, in which the dependent variable was the number of deaths and the centralized calendar year was the explanatory variable. Statistically significant trends were considered those whose p-value was d" 0.05. The results revealed the presence of a statistically significant increasing trend in four states and a decrease in two (general population; 60 years or more. In the male population there was an increase in five states and a reduction in two. The female rate showed an increase in one state and a decrease in three. There was an increasing trend in Piauí, Ceará and Rio Grande do Norte and a reduction in Amazonas, Roraima, and São Paulo for people aged between 60 and 69. Increasing rates

  11. Correlação entre tempo para o tratamento cirúrgico e mortalidade em pacientes idosos com fratura da extremidade proximal do fêmur Correlation between time until surgical treatment and mortality among elderly patients with fractures at the proximal end of the femur

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gustavo Gonçalves Arliani

    2011-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: O objetivo primário do estudo é analisar a possível associação entre o atraso para a realização do tratamento cirúrgico e mortalidade em pacientes idosos com fratura da extremidade proximal do fêmur. MÉTODOS: Foram estudados 269 pacientes com fraturas da extremidade proximal do fêmur (fraturas do colo do fêmur e fraturas intertrocanterianas, tratadas cirurgicamente no Hospital São Paulo - Unifesp-SP, no período de janeiro de 2003 a dezembro de 2007. Foram analisados e comparados com a literatura referente ao assunto os seguintes atributos: sexo, idade, tipo de fratura, classificação da mesma, lado acometido, síntese utilizada, mecanismo de trauma, tempo de internação, tempo para cirurgia, comorbidades associadas, hemograma de entrada, tipo de anestesia, necessidade de transfusão sanguínea, dia da semana e estação do ano da fratura. RESULTADOS: O estudo apresentou correlação entre maior número de comorbidades clínicas, maior tempo de internação e utilização de anestesia geral na cirurgia com maior mortalidade dos pacientes. CONCLUSÃO: Não houve associação entre tempo para realização da cirurgia e mortalidade.OBJECTIVE: The primary aim of this study was to analyze the possible association between delay in receiving surgical treatment and mortality among elderly patients with fractures at the proximal end of the femur. METHODS: 269 patients with fractures at the proximal end of the femur (femur neck and intertrochanteric fractures who were treated surgically at Hospital São Paulo, UNIFESP, São Paulo, between January 2003 and December 2007, were studied. Sex, age, type of fracture, classification of the fracture, affected side, synthesis used, trauma mechanism, length of hospitalization, length of surgery, associated comorbidities, hemogram at admission, type of anesthesia, need for blood transfusion, day of the week and season of the year of the fracture were analyzed and compared with the literature

  12. Produção de conhecimento sobre narrativas orais: contribuições para as investigações em linguagem infantil Production of knowledge on oral narratives: contributions to research on child language

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jáima Pinheiro de Oliveira

    2013-02-01

    Full Text Available Este estudo tem como objetivo indicar um panorama geral sobre a produção de conhecimento no que tange os padrões para o desenvolvimento da narrativa oral, nos últimos quatro anos por meio de uma revisão bibliográfica sistematizada, voltada para a temática de intervenção em linguagem infantil, com o uso de narrativas orais. A revisão foi realizada em uma única etapa, com critérios específicos, utilizando os seguintes descritores: narrativas, narrativa, narrativas de crianças, linguagem e desenvolvimento, linguagem oral, habilidades linguísticas, linguagem falada, linguagem infantil, narração/narração de histórias e linguagem. O período considerado foi de 2007 a 2011. Foram obtidos 900 registros, dentre os quais, nove (1% atenderam aos critérios estabelecidos para análise. A maioria dos estudos relacionou-se com análises psicolinguísticas. Apenas um estudo utilizou método experimental. No período considerado foram produzidos poucos estudos abordando narrativas orais infantis; a sua grande maioria levou em consideração, fundamentalmente, aspectos cognitivos e linguísticos no processo de desenvolvimento da habilidade narrativa; a grande maioria das pesquisas foi realizada com crianças que possuem algum tipo de alteração em seu desenvolvimento linguístico. Considera-se que a produção de conhecimento, em relação ao desenvolvimento de narrativas orais infantis, exige, atualmente, um olhar voltado para as intervenções que utilizem metodologia experimental. Por fim, considera-se que é necessária uma atenção maior em relação ao desenvolvimento típico da habilidade narrativa.The purpose of this study is to indicate an overview about knowledge production regarding the standards for the development of oral narrative in the past four years through a systematic literature review, focused on intervention thematic in child language, with the use of oral narratives. The review was held in a single step, with specific

  13. Produção de conhecimento sobre narrativas orais: contribuições para as investigações em linguagem infantil Production of knowledge on oral narratives: contributions to research on child language

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jáima Pinheiro de Oliveira

    2012-01-01

    Full Text Available Este estudo tem como objetivo indicar um panorama geral sobre a produção de conhecimento no que tange os padrões para o desenvolvimento da narrativa oral, nos últimos quatro anos por meio de uma revisão bibliográfica sistematizada, voltada para a temática de intervenção em linguagem infantil, com o uso de narrativas orais. A revisão foi realizada em uma única etapa, com critérios específicos, utilizando os seguintes descritores: narrativas, narrativa, narrativas de crianças, linguagem e desenvolvimento, linguagem oral, habilidades linguísticas, linguagem falada, linguagem infantil, narração/narração de histórias e linguagem. O período considerado foi de 2007 a 2011. Foram obtidos 900 registros, dentre os quais, nove (1% atenderam aos critérios estabelecidos para análise. A maioria dos estudos relacionou-se com análises psicolinguísticas. Apenas um estudo utilizou método experimental. No período considerado foram produzidos poucos estudos abordando narrativas orais infantis; a sua grande maioria levou em consideração, fundamentalmente, aspectos cognitivos e linguísticos no processo de desenvolvimento da habilidade narrativa; a grande maioria das pesquisas foi realizada com crianças que possuem algum tipo de alteração em seu desenvolvimento linguístico. Considera-se que a produção de conhecimento, em relação ao desenvolvimento de narrativas orais infantis, exige, atualmente, um olhar voltado para as intervenções que utilizem metodologia experimental. Por fim, considera-se que é necessária uma atenção maior em relação ao desenvolvimento típico da habilidade narrativa.The purpose of this study is to indicate an overview about knowledge production regarding the standards for the development of oral narrative in the past four years through a systematic literature review, focused on intervention thematic in child language, with the use of oral narratives. The review was held in a single step, with specific

  14. Efeitos da agressividade infantil para o sofrimento psíquico de professores em diferentes momentos de carreira Effects of children's aggressiveness for the mental suffering of teachers in different moments of career

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rebeca Eugênia Fernandes de Castro

    2012-08-01

    Full Text Available O sofrimento de professores tem sido amplamente considerado pela literatura, em associação com diversos fatores. O presente trabalho investiga esse sofrimento sob o aspecto da agressividade vivenciada em sala de aula. Foram entrevistados doze professores de uma escola pública da cidade de São Paulo - onze do sexo feminino e um do sexo masculino - distribuídos em função de três momentos na carreira de ensino: inicial (até seis anos, intermediário (entre doze e dezoito anos e final (últimos cinco anos da carreira. As entrevistas foram gravadas, transcritas e os dados categorizados conforme a frequência simples de ocorrência. A comparação das respostas revelou diferenças entre os educadores com menor e maior tempo de carreira no ensino: na percepção da agressividade infantil, nos sentimentos despertados e nas estratégias de manejo utilizadas. Frente à constatação dessas diferenças, foi possível refletir e tecer considerações para o delineamento de intervenções preventivas.Teachers' psychological distress has been widely studied in the literature, concerning several factors. This paper investigates the impact of children´s aggression in classroom as a source of teachers' distress. Twelve public school teachers from São Paulo city were interviewed - 11 female and 1 male - distributed according to three different stages of the career: initial (1 to 6 years, intermediate (12 to 18 years and final phase (last 5 years of the career. The interviews were recorded, transcribed and data were categorized considering the simple frequency of occurrence. Data analysis revealed different perceptions of classroom aggression, feelings and management strategies, depending on the phase of the teaching career. From these findings, it was possible to reflect and to present some considerations for outlining preventive interventions.

  15. Violencia y TV infantil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valerio Fuenzalida

    2015-01-01

    Full Text Available Se establece tres razones para discrepar del “criterio reduccionista” que relaciona la violencia televisiva con la violencia real, particularmente en lo atinente a la televisión infantil. A base de las motivaciones infantiles para ver televisión, propone algunas líneas de acción que superen ese reduccionismo y optimicen la relación niños-televisión.

  16. Evidências do impacto da suplementação de vitamina A no grupo materno-infantil Evidence of the impact of vitamin A supplementation on maternal and child health

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Julicristie Machado de Oliveira

    2007-11-01

    Full Text Available O objetivo deste artigo é reunir os resultados de revisões sistemáticas e metanálises sobre o efeito da suplementação de vitamina A no crescimento, morbi-mortalidade infantil, materna e fetal. Foi realizada uma busca criteriosa nas bases de dados bibliográficos PubMed, Embase, LILACS, PAHO, Biblioteca Cochrane, Banco de Teses da CAPES, Biblioteca Digital de Teses da USP e acervo da Biblioteca Central da UNIFESP, localizando-se 14 trabalhos publicados entre 1993 e 2006. Há evidências de que a suplementação de vitamina A em crianças esteja associada à redução de 23% a 30% no risco de morte e atenuação da gravidade do quadro de sarampo e diarréia. Não há evidências de que a intervenção em crianças reduza a incidência de pneumonia não associada ao sarampo e mortalidade por essa causa. Em crianças e gestantes com HIV/AIDS, a suplementação apresenta impacto positivo na morbi-mortalidade infantil e no peso ao nascer. Não há evidências de que a suplementação em gestantes e lactantes esteja associada à redução da morbi-mortalidade infantil, mas há indicação de que essa intervenção seja protetora em relação à morbidade materna.The aim of this article was to collect the results of systematic reviews and meta-analyses that evaluated the effect of vitamin A supplementation on child growth and maternal, fetal, and child morbidity and mortality. A detailed search was performed in PubMed, Cochrane Library, LILACS, PAHO, CAPES, USP Digital Thesis Library, and UNIFESP Collection Database. A total of 14 studies published from 1993 to 2006 were included in the review. There is evidence that vitamin A supplementation in children is associated with a reduction of 23% to 30% in mortality risk and attenuation in the severity of measles and diarrhea. There is no evidence of the intervention's impact on pneumonia incidence or mortality in children without measles. Vitamin A also appears to be protective in children and

  17. Quality of cause-of-death statements and its impact on infant mortality statistics in Hermosillo, Mexico Calidad de la consignación de la causa de muerte y su impacto en las estadísticas de mortalidad infantil en Hermosillo, México

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gerardo Álvarez

    2009-02-01

    defunción de niños menores de 1 año, según los sistemas de registros demográficos, y determinar su impacto en las estadísticas de mortalidad de menores de 1 año en Hermosillo, Sonora, México. MÉTODOS: Se comparó la consignación de la CM en una muestra sistemática aleatoria de 200 certificados de defunción de niños menores de 1 año con sus correspondientes historias clínicas. Se contrastaron las CM subyacentes originales registradas en cada certificado de defunción con las CM subyacentes asignadas por un revisor experto. La codificación de las CM subyacentes, tanto las originales como las asignadas, se basó en las categorías de tres dígitos de la Clasificación Internacional de Enfermedades, 10.ª revisión. Se calcularon las medidas de concordancia entre los dos conjuntos de CM subyacentes y se determinaron los factores asociados con esa concordancia mediante regresión logística. RESULTADOS: La concordancia general entre las CM subyacentes originales y las asignadas fue de 52%. La concordancia fue excelente en el grupo de muertes por malformaciones, deformaciones y alteraciones cromosómicas congénitas (kappa = 0,77; fue notable en los trastornos originados en el período perinatal (kappa = 0,74; y baja en algunas enfermedades infecciosas, parasitarias y respiratorias (kappa = 0,35. La sobreestimación (informes falsos positivos fue mayor (13% en las afecciones perinatales, mientras que la subestimación (informes falsos negativos fue mayor (71% en algunas enfermedades infecciosas, parasitarias y respiratorias. La concordancia se asoció con el tipo de CM subyacente (endógena vs. exógena y el momento de la muerte. CONCLUSIONES: Más de la mitad (53% de las consignaciones de CM en los certificados de defunción de niños menores de 1 año en Hermosillo presentaban imprecisiones, lo que puede llevar a interpretaciones inexactas de las causas de la mortalidad en ese grupo de edad. La evaluación sistemática de la calidad de las declaraciones de CM

  18. Mortality among Guarani Indians in Southeastern and Southern Brazil Mortalidade indígena Guarani no Sul e Sudeste do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andrey Moreira Cardoso

    2011-01-01

    Full Text Available Worldwide, indigenous peoples display a high burden of disease, expressed by profound health inequalities in comparison to non-indigenous populations. This study describes mortality patterns among the Guarani in Southern and Southeastern Brazil, with a focus on health inequalities. The Guarani population structure is indicative of high birth and death rates, low median age and low life expectancy at birth. The crude mortality rate (crude MR = 5.0/1,000 was similar to the Brazilian national rate, but the under-five MR (44.5/1,000 and the infant mortality rate (29.6/1,000 were twice the corresponding MR in the South and Southeast of Brazil. The proportion of post-neonatal infant deaths was 83.3%, 2.4 times higher than general population. The proportions of ill-defined (15.8% and preventable causes (51.6% were high. The principal causes of death were respiratory (40.6% and infectious and parasitic diseases (18.8%, suggesting precarious living conditions and deficient health services. There is a need for greater investment in primary care and interventions in social determinants of health in order to reduce the health inequalities.Mundialmente, povos indígenas apresentam elevada carga de doença, expressa por profundas iniquidades em saúde na comparação com os não-indígenas. Neste estudo, descreve-se a mortalidade Guarani no Sul e Sudeste do Brasil, com foco nas iniquidades em saúde. A estrutura populacional Guarani expressa elevada natalidade, mortalidade precoce e baixa idade mediana e esperança de vida ao nascer. A taxa de mortalidade bruta (TM bruta = 5,0/1.000 se assemelha à nacional, mas a TM < 5 anos (44,5/1.000 e a taxa de mortalidade infantil (29,6/1.000 são duas vezes maiores que as TM correspondentes nas regiões Sul e Sudeste. A proporção de óbitos infantis pós-neonatais foi de 83,3%, 2,4 vezes maior que a população geral. As proporções de causas mal definidas (15,8% e de evitáveis pelos serviços de saúde (51

  19. Maternal satisfaction with maternal-infant nursing care in Campeche, Mexico Satisfacción materna con el cuidado de la enfermera materno infantil en Campeche, Méjico Satisfação materna com o cuidado da enfermeira materno-infantil em Campeche, México

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Yolanda Flores Peña

    2009-10-01

    Full Text Available OBJECTIVE: Evaluate and compare maternal-satisfaction (global and areas with maternal-child nursing care (MSMINC and to explore the relationship of MSMINC with wait time, length of visit, and maternal age and education. METHODS: Cross-sectional descriptive study comprising 213 mothers. Group 1 (n = 84, mothers of children aged El objetivo de este estudio fue evaluar y comparar la satisfacción materna (global/áreas con el cuidado de la enfermera materno infantil (MSMINC y explorar la relación de MSMINC con el tiempo de espera, duración de la visita, edad y educación materna. Se trata de un estudio descriptivo transversal. Participaron 213 madres. Grupo 1, n = 84 madres de niños OBJETIVO: Avaliar e comparar a satisfação materna (global e áreas com o cuidado da enfermeira materno-infantil (SMAEMI e explorar a relação da SMAEMI com o tempo de espera e duração da visita, idade e educação da mãe. MÉTODOS: ESTUdo descritivo-transversal com a participação de 213 mães. Grupo 1, n = 84 mães de crianças <1 ano e Grupo 2, n = 129 mães de crianças de 1 a 4 anos. Aplicou-se a Escala de Satisfação do Paciente. RESULTADOS: O resultado global SMAEMI foi 76.26 e 79.21 para Grupos 1 e 2, respectivamente. Fatores associados não foram encontrados no Grupo 1. No Grupo 2, tempo de espera foi associado à SMAEMI na área técnico-profissional (F = 3.13; gl = 128; B = -0.21; p = 0.01. CONCLUSÕES: O FAto de que os participantes neste estudo identificaram somente fatores associados à SMAEMI na área técnico-profissional pode indicar que o cuidado está focado em procedimentos técnicos. Fatores associados à SMAEMI não foram identificados no Grupo 1, pelo que recomenda-se explorar as expectativas e percepções das mães com relação ao cuidado.

  20. La calidad de los datos de mortalidad del Censo 2010 de Argentina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nicolás Sacco

    2016-07-01

    Full Text Available Objetivo: evaluar las variables disponibles en el censo de población de 2010 para Argentina en lo que a mortalidad refiere. Métodos: Con base en métodos indirectos de estimación demográfica se ofrece una lectura de la calidad de estas estadísticas en comparación con censos previos y estadísticas vitales. Resultados: La comparación de las tasas de mortalidad infantil y adulta con las tasas calculadas a partir de los nacimientos y las defunciones permite dilucidar, en principio, que estos datos no revelan problemas serios de calidad o cobertura y que el nivel (y la tendencia indicado por las fuentes es ampliamente compatible. Discusión: a pesar de que los resultados parecen mostrar coherencia, la posibilidad de detectar y cuantificar los errores se mantiene como un punto ciego del artículo hasta tanto no se publique la totalidad de la información necesaria para realizar un examen cabal, dado el universo limitado de publicaciones por parte del Instituto Nacional de Estadística y Censos. Conclusiones: las estimaciones de población en cuanto a mortalidad son consistentes con los datos del censo previo de 2001 y con las series de nacimientos y muertes del período intercensal a nivel total del país.

  1. Análise dos fatores de risco para mortalidade na estimulação pediátrica endocárdica transfemoral: experiência em longo prazo Risk factors analysis in transvenous pediatric pacing through femoral access: long-term experience

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberto Costa

    2005-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: A estimulação cardíaca permanente melhora a sobrevida de crianças com bradicardia congênita ou adquirida, embora a mortalidade após o implante de marcapasso permaneça relativamente alta. O objetivo deste estudo foi avaliar os resultados em longo prazo de crianças submetidas a implante de marcapasso endocárdico pela veia femoral, incluindo a identificação de fatores de risco associados à mortalidade. MÉTODO: De 1981 a 2000, 99 pacientes variando em idade de um dia a 13 anos (4,1 ± 3,6 com mediana = 3 anos foram submetidos a implante de marcapasso permanente pela via femoral devido a bradicardia de origem congênita (39,4%, pós-cirúrgica (54,5% ou adquirida não cirurgicamente (6,1%. RESULTADOS: Ao final de 7,1 ± 5,3 anos (708,3 pacientes-anos de seguimento, 18 (18,2% pacientes haviam morrido. A sobrevida atuarial foi de 85%, 79,5%, e 74,2%, aos cinco, 10, e 15 anos, respectivamente. Os fatores independentes de mortalidade identificados pela análise proporcional de Cox foram: menor idade ao implante (p = 0,028, presença de anomalias cardíacas não corrigidas ou presença de próteses intracardíacas (p = 0,0001 e evidências radiográficas de cardiomegalia (p = 0,035. CONCLUSÕES: A estimulação cardíaca endocárdica permanente pela via femoral apresenta expectativa de sobrevida comparável a outras técnicas, com baixas taxas de complicações devidas ao implante de marcapasso. A sobrevida em longo prazo foi limitada pela menor idade e dilatação cardíaca no momento do implante, assim como pela presença de defeitos cardíacos sem correção ou de próteses valvares.OBJECTIVE: Permanent cardiac pacing improves survival of children with congenital or acquired bradycardia, although mortality after pacing remains relatively high. The aim of this study was to evaluate the long-term outcomes of children who undergo permanent endocardial cardiac pacing via the femoral vein, including the identification of associated

  2. Cause-specific mortality and income inequality in São Paulo, Brazil Mortalidad según causas básicas y desigualdad de renta en el Municipio de Sao Paulo, Brasil Mortalidade segundo causas básicas e desigualdade de renda no Município de São Paulo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Dias Porto Chiavegatto Filho

    2012-08-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To analyze cause-specific mortality rates according to the relative income hypothesis. METHODS: All 96 administrative areas of the city of São Paulo, southeastern Brazil, were divided into two groups based on the Gini coefficient of income inequality: high (>0.25 and low (OBJETIVO: Analizar causas básicas de óbito según la teoría de renta relativa. MÉTODOS: Los 96 distritos del Municipio de Sao Paulo, SP, Brasil fueron divididos en dos grupos según desigualdad de renta, con base en el índice de Gini (alta ? 0,25 y baja OBJETIVO: Analisar causas básicas de óbito segundo a teoria de renda relativa. MÉTODOS: Os 96 distritos do Município de São Paulo, SP, foram divididos em dois grupos segundo desigualdade de renda, com base no índice de Gini (alta > 0,25 e baixa <0,25. Foi aplicada a metodologia propensity score matching para controlar por fatores de confusão referentes às diferenças socioeconômicas e demográficas entre os distritos. RESULTADOS: A diferença entre a mortalidade de distritos desiguais e mais igualitários foi estatisticamente significativa para homicídios (8,57 por 10.000 residentes [IC95% 2,60; 14,53], doença isquêmica do coração (5,47 por 10.000 [IC95% 0,76; 10,17], aids (3,58 por 10.000 [IC95% 0,58; 6,57] e doenças respiratórias (3,56 por 10.000 [IC95% 0,18; 6,94]. As dez causas básicas mais frequentes foram responsáveis por 72,3% do total da diferença. A mortalidade infantil também foi estatisticamente maior para distritos mais desiguais (2,80 por 10.000 [IC95% 0,86; 4,74], assim como mortalidade masculina (27,37 por 10.000 [IC95% 6,19; 48,55] e feminina (15,07 por 10.000 [IC95% 3,65; 26,48]. CONCLUSÕES: Os resultados encontrados estão de acordo com o esperado pela teoria da renda relativa. A mortalidade por todas as causas básicas analisadas foi maior em distritos mais desiguais depois do uso da metodologia do propensity score matching. Estudos sobre a desigualdade de renda realizados

  3. Recreação para crianças em sala de espera de um ambulatório infantil Recreación para niños en la antecámara de un ambulatorio infantil Playing for children in waiting room at an infant outpatient clinic

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lívia Capelani Poleti

    2006-04-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo é relatar a vivência de graduandos na implantação de um grupo de recreação que utiliza o brincar/brinquedo como estratégia terapêutica de intervenção na assistência às crianças que permanecem em sala de espera de um ambulatório infantil. As atividades foram desenvolvidas no período que antecede a esse atendimento, e englobam desenhos, jogos, histórias infantis, dentre outras. Através dessa intervenção, pode-se utilizar o brincar/brinquedo como instrumento facilitador da comunicação entre equipe cuidadora e criança e como estimulador do desenvolvimento global. Este recurso pode ser importante para que o profissional compreenda o momento pelo qual a criança está passando, pois além de lhe dar a oportunidade de liberação de temores e ansiedade, proporciona lazer enquanto esta espera o atendimento.El objectivo de este estudio es relatar la vivencia de alumnos de pregrado en la implantación de un grupo de recreación que utiliza el jugar/juguete como estrategia terapéutica de intervención en la atención a los niños que permanecen en la antecámara de un ambulatorio infantil. Las actividades fueron desarrolladas en el período anterior a la atención ambulatorial y abarcan dibujos, trabajos manuales, historias infantiles, entre otras. Ese tipo de intervención permite utilizar el jugar/juguete como instrumento facilitador de la comunicación entre el equipo cuidador y el niño y estimulador del desarrollo global. Este recurso puede ser importante para que el profesional comprenda el momento por el cual el niño atraviesa ya que, además de darle la oportunidad de liberar temores y ansiedad, proporciona recreación durante la espera por la atención.This study aims at reporting on undergraduate students' experience in the implantation of a play group that uses playing/toys as a therapeutic intervention strategy for care delivery to children in the waiting room of an infant outpatient clinic. These

  4. Mortalidade materna e incidência de dengue na Região Sudeste do Brasil: estudo ecológico no período 2001-2005 Maternal mortality and impact of dengue in Southeast Brazil: an ecological study, 2001-2005

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anne Karin Madureira da Mota

    2012-06-01

    Full Text Available O objetivo desse estudo foi explorar a distribuição de efeitos reprodutivos em decorrência da infecção por dengue durante a gestação, entre 2001 e 2005. Foi realizado estudo epidemiológico com delineamento ecológico cujas unidades de análise foram municípios com mais de 80 mil habitantes na Região Sudeste do Brasil. Nestes, foi determinada a correlação entre a incidência de dengue em mulheres de 15 a 39 anos e indicadores selecionados de mortalidade (materna, fetal, perinatal, neonatal, neonatal precoce e infantil, por meio do coeficiente de correlação de Spearman. Foi observada a presença de forte correlação positiva entre as medianas das taxas de incidência de dengue em mulheres de 15 a 39 anos e as medianas da taxas de mortalidade materna (r = 0,88; IC95%: 0,51; 1,00, com coeficiente de determinação R² = 0,78. A magnitude da correlação observada entre a incidência de dengue e a mortalidade materna na Região Sudeste é sugestiva de que a ocorrência da infecção durante a gravidez possa impactar negativamente a evolução desta, com repercussões para a mortalidade materna.The aim of this study was to explore the distribution of reproductive outcomes following dengue virus infection during pregnancy (2001-2005. An ecological epidemiological study was conducted in all counties with more than 80,000 inhabitants in Southeast Brazil. The study explored the correlation between dengue incidence rates in women 15-39 years of age and selected mortality indicators (maternal, fetal, perinatal, neonatal, early neonatal, and infant in these counties, and Spearman correlation coefficients were calculated. A positive correlation was observed between median dengue incidence in women 15-39 years of age and median maternal mortality (r = 0.88; 95%CI: 0.51; 1.00, with a determination coefficient R² = 0.78. The correlation between dengue incidence in childbearing-age women and reproductive outcomes in Southeast Brazil suggests that

  5. Controle de vacinação de crianças matriculadas em escolas municipais da cidade de São Paulo El control de la vacunacion y el registro de los niños en las escuelas municipales de educacion infantil en la ciudad de São Paulo Immunization control and student registration at the city of São Paulo's municipal schools of infantile education

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Stella de Azevedo Silveira

    2007-06-01

    Full Text Available A matrícula de alunos, nas Escolas Municipais de Educação Infantil de São Paulo, está vinculada à apresentação da caderneta de vacinação, para incentivar os pais a manterem atualizado o calendário de imunizações das crianças. Não há, porém, controles periódicos para verificar se as vacinações estão atualizadas. Para sanar tal deficiência, foi elaborado um projeto com objetivo de facilitar o controle da imunização infantil, por meio da criação de um programa de computador, para realizar esse controle, testado em uma Escola Municipal de Educação Infantil, durante três meses. Foram cadastrados nesse sistema 286 alunos, dos quais, 236 (82,5% receberam notificações por estar com seu quadro de vacinação incompleto. Dentre os alunos que receberam as notificações, 21,2% atualizaram a vacinação, 2,5% devolveram suas cadernetas inalteradas e os demais ainda estavam providenciando a atualização. O programa foi capaz de identificar falhas, reduzindo as chances da propagação de doenças transmissíveis no ambiente escolar.El registro de los niños, en las escuelas municipales de educación infantil, en la ciudad de São Paulo, está relacionado con la presentación de la libreta de vacunación, como forma para estimular a los padres a tener actualizado el calendario de las vacunas de los niños. Pero, no se confiere si la libreta está correcta en relación a las vacunas. Un proyecto fue elaborado para facilitar el control de la vacunación. Un software fue desarrollado para hacer el control de la vacunación y fue testado en una escuela municipal de la educación infantil: 286 niños fueron añadidos al sistema, de los cuales 236 (82,5% recibieron la notificación por tener vacunas incompletas. Entre los niños que habían recibido las notificaciones, 21,2% actualizaron la vacunación; 2,5% retornaron con sus libretas sin cambios. El programa identificó las imperfecciones y estimuló la vacunación en la escuela

  6. Infantilism: Theoretical Construct and Operationalization

    Science.gov (United States)

    Sabelnikova, Y. V.; Khmeleva, N. L.

    2018-01-01

    The aim of this article is to define and operationalize the construct of infantilism. The methods of theoretical research involve analysis and synthesis. Age and content criteria are analyzed for childhood and adulthood. Infantile traits in an adult are described. Results: The characteristics of adult infantilism in the modern world are defined,…

  7. Parasitas intestinais em centros de educação infantil municipal de Lages, SC, Brasil Intestinal parasites in nursey schools of Lages, southern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosiléia Marinho de Quadros

    2004-10-01

    Full Text Available Infecção por enteroparasitas foi avaliada em 200 crianças em idade escolar, residentes em Lages. A prevalência geral entre helmintos e protozoários foi de 70,5% com 61,4% no sexo masculino e 74,5% no feminino. Os parasitos mais prevalentes foram Ascaris lumbricoides (35%, Giardia lamblia (14% e Trichuris trichiura (13%.Two hundred chinldren from nursery schools in Lages, southern Brazil, were associated as to parasitic ibfections. The overall prevalence of helminths and protozoa was 70.5%, affecting 61.4% of male and 74.5% of female children. The most prevalent parasites were Ascaris lumbricoides (35%, Giardia lambia (14% e Trichuris trichiura (13%.

  8. Estudo comparativo de alguns indicadores em municípios do Estado de São Paulo segundo a implantação do Saúde da Família Estudio comparativo de algunos indicadores en municipios del Estado de São Paulo según la implantación del Programa Salud de la Familia Comparative study of some health indicators in municipalities of the State of São Paulo in accordance to the implementation of the Family Health Program

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariângela Guanaes Bortolo da Cruz

    2005-03-01

    Full Text Available Este estudo tem como objetivo descrever comparativamente o comportamento de três indicadores de saúde: mortalidade infantil; cobertura vacinal/taxa de abandono da vacina DPT e hospitalizações em menores de 5 anos, em dois Blocos de sete municípios paulistas, com características sócio-econômicas semelhantes, mas diferenciados por terem implantado (Bloco A e não implantado (Bloco B o Programa de Saúde da Família (PSF, sendo parâmetro para esta comparação os mesmos indicadores de saúde para o Estado de São Paulo. Utilizou-se do cálculo e da descrição dos indicadores para cada Bloco estudado, nos seguintes períodos: mortalidade infantil (triênio 1995-997 e 1998-2000, cobertura vacinal básica (de 1996 a 2000, taxa de abandono da vacina DPT (triênio 1998-2000 e hospitalizações em menores de cinco anos (triênio 1998-2000. Verificou-se que a implantação do PSF foi um dos fatores que contribuiu para a queda das taxas de mortalidade infantil e abandono da vacina DPT.Este estudio tuvo por objetivo describir el comportamiento de tres indicadores de salud: mortalidad infantil; cobertura vacuna/tasa de abandono de la vacuna DPT y hospitalizaciones en menores de 5 años, en dos Grupos de siete municipios paulistas, con semejantes características socio económicas pero diferenciados por la implantación (Grupo A o no (Grupo B del Programa de Salud de la Familia (PSF siendo el parámetro para esta descripción los mismos indicadores del Estado de São Paulo. Se utilizó el cálculo y la descripción de los indicadores para cada grupo estudiado, en los siguientes períodos: mortalidad infantil (trienio 1995-1997 y 1998-2000, cobertura de vacunas básica (de 1996 al 2000, tasa de abandono de la vacuna DPT (trienio 1998-2000 y hospitalizaciones en menores de cinco años (trienio 1998-2000. Se verificó que la implantación del PSF fue uno de los factores que contribuyó para la caída de las tasas de mortalidad infantil y abandono de la

  9. Children's labour as a risky pathways to resilience: children's growth in contexts of poor resources Trabalho infantil como um caminho em direção à resiliência marcado por riscos: o crescimento de crianças e adolescentes em contextos pobres em recursos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Michael Ungar

    2010-01-01

    Full Text Available In this paper we explore children's labor as a complex phenomenon encompassing risk factors on one hand and possible positive outcomes on the other. Based on the theory of resilience and on literature review that details children's own experiences of work, we show that children who are inserted in environments which are poor in social and physical resources may report labor as pathways to ensure their own resources to overcome adversity. Understanding children's subjective accounts of their experience permits us to see children's labor as a culturally-embedded construction. Though exploitation of children is not in the best interest of children, there is evidence that children use whatever opportunities are available, including labor, to search for the resources they need and negotiate for an identity as resilient. Implications for public policies and practices are discussed.Nesse artigo, analisamos a questão do trabalho infantil como um fenômeno complexo, englobando fatores de risco por um lado e possíveis resultados positivos por outro. Baseados na teoria da resiliência e a partir de uma revisão de literatura, centrada em pesquisas que analisam a própria experiência de crianças sobre o trabalho desenvolvido, mostramos que quando inseridos em ecologias socialmente e fisicamente pobres em recursos, crianças associam sua experiência de trabalho como um caminho para assegurar recursos próprios para superação de adversidades. A compreensão de aspectos subjetivos da experiência de crianças trabalhadores nos permite considerar o trabalho como uma construção culturalmente embasada. Apesar da exploração de crianças não se configurar como o melhor para elas, há evidências de que elas usam quaisquer oportunidades disponíveis, incluindo o trabalho, para navegar em busca de recursos que necessitam e negociam por uma identidade associada à resiliência. Implicações para políticas públicas e intervenções também s

  10. Child sexual abuse: the perception of mothers concerning their daughters' sexual abuse Abuso sexual infantil: percepción de las madres frente al abuso sexual de sus hijas Abuso sexual infantil: percepção de mães em face do abuso sexual de suas filhas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Quitéria Clarice Magalhães Carvalho

    2009-08-01

    án buenas intenciones perdidas en el vacío de la falta de acción.A violência doméstica atinge todos os componentes familiares, as crianças são consideradas as principais vítimas. Este é um estudo qualitativo que objetivou apreender a percepção de mães cujas filhas foram vítimas de abuso sexual infantil. Os dados foram coletados em fevereiro e março de 2007, em uma organização governamental de Fortaleza, CE, mediante entrevista semiestruturada com dez mães de meninas vítimas de abuso sexual. As informações foram submetidas à técnica do Discurso do Sujeito Coletivo, da qual emergiram três temas: a culpa arraigada pelo mito materno, a dor do insuperável e o desespero como consequência do sentimento de impotência, permitindo apreender que as mães vivenciam uma gama de sentimentos, destacando-se a dor, revolta e impotência. Considera-se a necessidade de haver interesse por parte da sociedade para compreender a violência, sua magnitude e toda a cadeia atingida, caso contrário, só restarão boas intenções perdidas no vazio da falta de ação.

  11. Retardo no crescimento intrauterino, baixo peso ao nascer e prematuridade em recém-nascidos de grávidas com malária, na Colômbia Intrauterine growth retardation, low birth weight and prematurity in neonates of pregnant women with malaria in Colombia

    OpenAIRE

    Alberto Tobón-Castaño; Martha Arismendi Solano; Luis Gonzalo Álvarez Sánchez; Silvia Blair Trujillo

    2011-01-01

    INTRODUÇÃO: É frequente a associação da malária com complicações como prematuridade, retardo no crescimento intrauterino, baixo peso ao nascer e mortalidade infantil, efeitos pouco estudados em áreas hipoendêmicas para malaria. O objetivo deste estudo foi analisar a relação da malária gestacional com estes efeitos em recém-nascidosnuma região endêmica para malária na Colômbia, entre 1993 e 2007. MÉTODOS: Foram estudadas as características em 1.716 recém-nascidos num estudo de coorte. Fez-se s...

  12. El maltrato infantil

    OpenAIRE

    Mazo Toledo, María

    2014-01-01

    Se estudia el maltrato infantil desde sus antecedentes, así como su tipología, causas y consecuencias. Además de abordar el abuso sexual de forma más amplia. También se expone la evaluación psicológica junto con sus técnicas. Es fundamental la utilización de medidas para la prevención del maltrato infantil, pues una gran parte de los problemas en el niño se ven reflejados en su vida adulta

  13. Infantile abuse: Radiological diagnosis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Teresa Araujo Reyes

    2006-08-01

    Full Text Available Infantile abuse is a frequent problem, that must be suspected to bediagnosed, the children victims of infantile abuse can present anytype of injury, nevertheless there are associated injuries common toan inferred trauma that constitute radiological patterns highly specific for abuse, among them are the metafisial injuries, posterior costal fractures and first costal arc fractures, fractures of the toracolumbar region, fractures without apparent explanation, fractures in different stage of evolution, subdural hematoma, subarachnoid hemorrhage, intraparenquimatose contusion and diffuse axonal injury, which combined with the history of the trauma, the age, the development of mental abilities, as well as the mechanism guides the injury diagnose.

  14. Causas externas e mortalidade materna: proposta de classificacao

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mercia Maria Rodrigues Alves

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar os óbitos por causas externas e causas mal definidas em mulheres em idade fértil ocorridos na gravidez e no puerpério precoce. MÉTODOS: Foram estudados 399 óbitos de mulheres em idade fértil de Recife, PE, de 2004 a 2006. A pesquisa utilizou o método Reproductive Age Mortality Survey e um conjunto de instrumentos de investigação padronizados. Foram usados como fontes de dados laudos do Instituto Médico Legal, prontuários hospitalares e da Estratégia Saúde da Família e entrevistas com os familiares das mulheres falecidas. Óbitos por causa externa na gravidez foram classificados de acordo com a circunstância da morte usando-se o código O93 e calculadas as razões de mortalidade materna antes e depois da classificação. RESULTADOS: Foram identificados 18 óbitos na presença de gravidez. A maioria das mulheres tinha entre 20 e 29 anos, de quatro a sete anos de estudo, eram negras, solteiras. Quinze óbitos foram classificados com o código O93 como morte relacionada à gravidez (13 por homicídio - O93.7; dois por suicídio - O93.6 e três mortes maternas obstétricas indiretas (uma homicídio - O93.7 e duas por suicídio - O93.6. Houve incremento médio de 35,0% nas razões de mortalidade materna após classificação. CONCLUSÕES: Os óbitos por causas mal definidas e no puerpério precoce não ocorrem por acaso e sua exclusão dos cálculos dos indicadores de mortalidade materna aumentam os níveis de subinformação.

  15. Diferenças no padrão de ocorrência da mortalidade neonatal e pós-neonatal no Município de Goiânia, Brasil, 1992-1996: análise espacial para identificação das áreas de risco Differential patterns of neonatal and post-neonatal mortality rates in Goiânia, Brazil, 1992-1996: use of spatial analysis to identify high-risk areas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Otaliba Libânio de Morais Neto

    2001-10-01

    Full Text Available Este artigo refere-se à pesquisa acerca do padrão espacial dos componentes neonatal e pós-neonatal da mortalidade infantil em Goiânia, no Estado de Goiás, Brasil. A população do estudo foi a coorte de 101 mil nascidos vivos, residentes em Goiânia, de 1992 a 1996. As probabilidades de morte infantil foram estimadas mediante o cotejo dos arquivos de óbitos e de nascidos vivos. Para minimizar as flutuações aleatórias das taxas, empregou-se o método Bayesiano empírico. A unidade de análise do padrão espacial foi constituída pelos 65 distritos urbanos de planejamento. Para análise de autocorrelação espacial foram utilizados: Moran "global", Moran local e estatística Gi* local. Os componentes neonatal e pós-neonatal da mortalidade infantil evidenciaram autocorrelação espacial estatisticamente significativa. No período pós-neonatal, os distritos de risco concentram-se nas regiões periféricas do município. No período neonatal, o padrão de ocorrência é heterogêneo, havendo distritos de alto risco distribuídos em todas as regiões, inclusive na região Central de Goiânia.The aim of this study was to investigate the spatial pattern of neonatal and post-neonatal mortality in the city of Goiânia, Central Brazil. Analyses were based on linked birth and death certificates relating to 101,000 in-hospital live births from mothers residing in the city of Goiânia over the 1992-1996 period. Overall neonatal and post-neonatal mortality probabilities were calculated using the linked database. The empirical Bayes method was applied to smooth the estimated rates and minimize random fluctuation. Spatial units of analysis were 65 urban districts, corresponding to the urban planning sectors. The following exploratory spatial analyses were applied: "global" Moran's I statistic, local Moran LISA map, and Gi* local statistics. For both neonatal and post-neonatal mortality there was statistically significant spatial autocorrelation

  16. Intérprete de libras em atuação na Educação Infantil e no Ensino Fundamental

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simone Ferreira Conforto

    2017-02-01

    Full Text Available Neste texto bastante instigante, a autora nos traz uma grande reflexão do que seria a interpretação/ tradução fazendo uma comparação entre este dois campos. Assim, em relação à interpretação traduzir não é apenas trocar de uma língua para outra, é fundamental definir os sentidos do que se quer e deseja traduzir. Outros autores porém se referem à interpretação e tradução como sendo duas tarefas distintas e na verdade, traduzir é versar de uma língua para outra e interpretar envolveria relações pessoais. Para a autora, na verdade, o que acontece é que o intérprete se envolve em relações sociais e diálogos face a face. Então, o tradutor/intérprete precisa sempre agir com rapidez em suas escolhas e não tem como refletir, sobre o que está interpretando.

  17. Fatores de risco cardiovascular e mortalidade: seguimento em longo prazo (até 20 anos em programa preventivo realizado pela medicina ocupacional Cardiovascular risk factors and mortality: long-term follow-up (up to 20 years in a preventive program carried out by occupational medicine

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Alberto de Souza Ciorlia

    2005-07-01

    Full Text Available OBJETIVO: A queda da mortalidade por doenças cardiovasculares (DCV está sendo conseguida nos Estados Unidos e o mesmo declínio está ocorrendo em países em desenvolvimento, graças a mudanças favoráveis alcançadas no estilo de vida e nos fatores de risco. Apesar dessa consideração, o volume de informações de que se dispõe sobre a distribuição e comportamento desse tipo de doença e seus fatores de risco no Brasil ainda é pequeno. MÉTODOS: Foi realizada avaliação das alterações do colesterol total (CT, níveis de pressão arterial (PA, índice de massa corporal (IMC e tabagismo, além da ocorrência de eventos cardiovasculares fatais (F e não fatais (NF, sob intervenção dietética e comportamental e seguimento em longo prazo (até 20 anos em um grupo fechado, composto por 621 eletricitários de ambos os sexos, com idade média de 29,1±7,1 anos, variando de 15 a 59 anos. Foram construídas curvas atuariais para analisar os eventos cardiovasculares F e NF. RESULTADOS: A média do CT apresentou redução significativa por efeito da orientação dietética. O hábito de fumar diminuiu significativamente com mudanças comportamentais. A média das PAs diminuiu significativamente com uma melhor detecção e medidas higiênicas, e a adesão dos hipertensos definitivos ao tratamento mostrou um índice de 56,6%. Por outro lado, o IMC apresentou um aumento expressivo e gradativo. A probabilidade de os indivíduos continuarem livres de qualquer evento cardiovascular foi de 98,1%, enquanto que para os eventos fatais foi de 99,2%. CONCLUSÃO: Esses resultados comprovam que iniciativas voltadas para a prevenção devem ser prioritárias, com a intenção de se modificar as taxas de morbimortalidade das DCV.OBJECTIVE: The decrease in mortality due to cardiovascular diseases (CVD has been achieved in the United States and the same decrease has been happening in developing countries, thanks to favorable changes in lifestyle and risk

  18. El dibujo infantil /

    OpenAIRE

    Rada Ojer, Ángela

    2012-01-01

    La autora en este trabajo habla del dibujo infantil que es un lenguaje y una herramienta de alto valor comunicativo y valora cómo las situaciones vitales por las que pasa un niño pueden quedar reflejadas en sus manifestaciones gráficas

  19. Behandling af infantile spasmer

    DEFF Research Database (Denmark)

    Kjærsgård, Lars; Rasmussen, Niels

    2006-01-01

    Infantile spasms (IS) are characterised by neurodevelopmental regression, a unique type of seizures and a hypsarrhythmic EEG pattern. Studies recommend the medical treatment of IS as a positive short-term outcome with respect to the spasms and in the resolution of the hypsarrhythmia. However...

  20. Infantile hypertrophic pyloric stenosis

    DEFF Research Database (Denmark)

    Pedersen, Rikke Neess; Garne, Ester; Loane, Maria

    2008-01-01

    OBJECTIVE: The objective of this study was to present epidemiologic data on infantile hypertrophic pyloric stenosis (IHPS) from seven well-defined European regions, and to compare incidence and changes in incidence over time between these regions. METHODS: This was a population-based study using ...

  1. Tuberculose em município de porte médio do Sudeste do Brasil: indicadores de morbidade e mortalidade, de 1985 a 2003 Tuberculosis in a medium-sized city in the Southeast of Brazil: morbidity and mortality rates (1985 - 2003

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silvia H. F. Vendramini

    2005-06-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A tuberculose é uma doença ligada à pobreza, má distribuição de renda, urbanização, epidemia da síndrome da imunodeficiência adquirida, e multirresistência. OBJETIVO: Analisar indicadores de morbidade e mortalidade por tuberculose de São José do Rio Preto, entre 1985 e 2003, comparados com os do Estado de São Paulo e Brasil. Verificar a relação entre risco de ocorrência da doença e níveis socioeconômicos. MÉTODO: Sistemas de informações utilizados: Mortalidade (SIM, Notificação de Tuberculose (Epi-Tb, Nacional de Agravos de Notificação (SINAN, Departamento de Informação e Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS e Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE. Os casos novos notificados em 2003 na área urbana foram geo-referenciados e analisados. Gerou-se um mapa temático dos setores agrupados em três classes socioeconômicas, com os respectivos valores dos coeficientes de incidência de tuberculose. RESULTADOS: Coeficientes de incidência e mortalidade foram semelhantes, para valores totais e segundo o sexo, para o Brasil e Estado de São Paulo. No município os valores foram sempre menores. A proporção de casos com co-infecção tuberculose/vírus da imunodeficiência humana variou entre 29% e 37%. Em 2002, a cobertura do tratamento supervisionado foi, respectivamente, de 65% e 59% entre co-infectados e não co-infectados, com taxa de cura de 81% e de abandono de 1%. O risco de adoecer foi três vezes maior na área com piores níveis socioeconômicos. CONCLUSÃO: A identificação de áreas com diferentes riscos para tuberculose permite que o sistema de saúde municipal trate as distintas realidades e priorize regiões com maiores incidências da doença.BACKGROUND: Tuberculosis is a disease linked to poverty, unequal distribution of wealth, and urbanization, as well as the epidemics of acquired immunodeficiency syndrome epidemic and multidrug resistance. OBJECTIVE: To analyze

  2. Mortalidade materna na perspectiva do familiar Mortalidad materna en la perspectiva del familiar Maternal mortality on the family members' perspective

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flávia Azevedo Gomes

    2006-03-01

    Full Text Available A mortalidade materna é um dos indicadores do desenvolvimento de saúde e social de um país. É uma tragédia para a família, pois a morte da mãe priva a criança da amamentação e do contato materno, e pelo fato de caber à mulher manter a unidade da família. Este estudo teve como objetivo compreender o significado da morte atribuído por familiares das mulheres falecidas por causas maternas. A população foi constituída por dez familiares de sete mulheres que morreram durante o ciclo grávido-puerperal no município de Ribeirão Preto. Realizamos visitas domiciliares e a coleta de dados foi realizada por meio de entrevista dada pelo familiar da mulher. Para a análise dos dados, utilizamos a análise temática, em que depreendemos três categorias temáticas: significado da morte materna, vivenciando a mortalidade materna na família e vivenciando a mortalidade materna na instituição de saúde. As visitas domiciliares confirmaram que existem fatores coadjuvantes que influenciaram na ocorrência das mortes maternas.La mortalidad materna es uno de los indicadores del desarrollo en salud y social de un país. Es una tragedia para la familia, pues la muerte de la madre priva al niño del amamantamiento y del contacto materno, y por el hecho de que cabe a la mujer mantener la unidad de la familia. Este estudio tuvo como objetivo comprender el significado de la muerte atribuido por familiares de las mujeres fallecidas por causas maternas. La población estuvo constituida por diez familiares de siete mujeres que murieron durante el ciclo grávido-puerperal en el municipio de Ribeirão Preto. Se efectuaron visitas domiciliarias y la recolección de datos fue realizada por medio de entrevista al familiar de la mujer. Para el análisis de los datos, se utilizó el análisis temático, desprendiéndose tres categorías temáticas: significado de la muerte materna, vivenciando la mortalidad materna en la familia y vivenciando la mortalidad

  3. Migração interna e a distribuição da mortalidade por doença de Chagas, Brasil, 1981/1998

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Drumond João Augusto Guimarães

    2006-01-01

    Full Text Available No Brasil, observa-se mortalidade por doença de Chagas até em áreas reconhecidas como livres da transmissão vetorial. Considerando que as taxas de mortalidade referem-se a residentes, e que houve imenso movimento migratório interno no país, este estudo objetiva quantificar a participação dos migrantes brasileiros no obituário por doença de Chagas de 1981 a 1998. Por outro lado, se os trabalhos da Iniciativa do Cone Sul alcançaram o sucesso que se propaga, espera-se que tenha havido redução das taxas de mortalidade e aumento na idade em que ocorrem os óbitos por essa causa. Dos 68.936 óbitos em brasileiros com naturalidade conhecida, 32.369 (32% foram em nascidos em outras Unidades da Federação que não a de residência do falecido, cifra que variou de 0,3% no Rio Grande do Sul a 100% em Roraima e Amapá. A maioria (67% desses óbitos em migrantes ocorreu em naturais de Minas Gerais (51% e Bahia (16%. As taxas de mortalidade em residentes mostraram declínio sustentado no Sudeste, Sul e Centro-oeste, mas não no Nordeste e Norte, onde as idades medianas de morte foram as mais baixas.

  4. Confiabilidade da declaração de causa básica de mortes infantis em região metropolitana do sudeste do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mendonça Elisabeth F.

    1994-01-01

    Full Text Available A partir de dados coletados para um estudo sobre a mortalidade infantil na região metropolitana de Belo Horizonte, MG, Brasil, foi selecionada uma amostra aleatória de óbitos infantis ocorridos em 1989, para avaliar a concordância da causa básica de morte registrada na declaração de óbito e a obtida após revisão detalhada do prontuário hospitalar da criança. Verificou-se que 11,7% dos óbitos neonatais não tiveram a causa básica registrada no atestado, confirmada pela investigação nos prontuários médicos (kappa = 0,61, o mesmo ocorrendo em 44,0% dos pós-neonatais (kappa = 0,47. Esta maior discordância no grupo pós-neonatal provavelmente se deveu a maior dificuldade de definição das causas contribuintes e da causa básica dos óbitos por diarréias, pneumonias e desnutrição, principais causas de mortalidade nesse grupo. Em relação aos óbitos por desnutrição e diarréia, observou-se associação entre ambas em 76,9% das vezes em que a diarréia foi selecionada como causa básica, mostrando que essas patologias podem ser destacadas como um mesmo grupamento em saúde pública. As discordâcias encontradas demonstram que os médicos ainda dão pouca importância ao seu papel como agentes geradores de informação de saúde. Os dados da declaração de óbito fornecem indicação razoável das principais causas de mortes infantis, principalmente quando se considera o grupamento diarréia-pneumonia-desnutrição, composto de patologias evitáveis e ainda de grande relevância como causa de mortalidade infantil na região.

  5. Institutional context, classroom discourse and children's thinking: pedagogy re-examined Contexto institucional, discurso em sala de aula e pensamento infantil: pedagogia re-examinada

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gaysu R. Arvind

    2008-12-01

    Full Text Available At this time when credibility of public schooling in India is at low ebb, there is a need to analyze pedagogic discourse in terms of organization and structure of knowledge, school practices that mediate it, and the ways in which it is experienced by children. Building upon the works of Vygotsky, Bernstein and Bruner, a more encompassing account of pedagogic analysis can be realized that links sociological perspective of teaching practices with psychological understanding of learning processes. Drawing on findings from research in two different genres of pedagogic setting, the study provides a body of evidence that suggests strong role of the schooling context in framing social identities and life chances of learners; and its implications for reforming educational practice and policy.Neste momento em que a credibilidade da educação publica na Índia se encontra enfraquecida, há uma necessidade de analisar o discurso pedagógico em termos de organização e estrutura do conhecimento, práticas escolares que o medeiam, e as formas como é experienciado pelas crianças. Construindo sobre os trabalhos de Vygotsky, Bernstein e Brumer, um relato mais abrangente da análise pedagógica pode ser realizado para conectar a perspectiva sociológica das práticas educativas com a compreensão psicológica dos processos de aprendizado. Abordando os achados da pesquisa realizada em dois diferentes gêneros de cenário pedagógico, o estudo proporciona um corpo de evidência que sugere um papel forte do contexto educacional na estruturação de identidades sociais e mudanças na vida dos estudantes; e suas implicações para a reforma das práticas e políticas educacionais.

  6. Cirurgia de revascularização coronariana esquerda sem CEC e sem manuseio da aorta em pacientes acima de 75 anos: análise das mortalidades imediata e a médio prazo e das complicações neurológicas no pós-operatório imediato

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Glauco LOBO FILHO

    2002-09-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A circulação extracorpórea (CEC e o manuseio da aorta ascendente (MAA estão associados a alta incidência de acidente vascular cerebral (AVC na cirurgia de revascularização do miocárdio (RM em pacientes idosos. Esta complicação deve-se, sobretudo, ao MAA, por ocasião do pinçamento e despinçamento, quer para isolamento do coração do circuito de CEC, quer para realização das anastomoses dos enxertos na aorta ascendente. OBJETIVOS: Verificar mortalidades imediata e a médio prazo e a ocorrência de AVC no pós-operatório imediato (POI em pacientes acima de 75 anos submetidos a cirurgia de revascularização do sistema coronariano esquerdo (SCE, sem CEC e sem MAA. MÉTODO: De janeiro de 2000 a abril de 2002, 40 pacientes acima de 75 anos (média 79,1 anos foram submetidos a cirurgia de revascularização do SCE, com enxerto de artéria torácica interna esquerda (ATIE para a artéria descendente anterior (DA, e enxerto(s de veia safena magna oriundo(s da ATIE para outro(s ramo(s da coronária esquerda (enxerto composto, sem CEC e sem MAA. Houve predominância do sexo masculino (67,5%. Foram realizados 89 enxertos (média 2,22 pontes por paciente, sendo 40 (44,94% de ATIE e 49 (55,06% de veia safena. A ocorrência de AVC foi avaliada por exames clínico e neurológico. RESULTADOS: Não foi observada ocorrência de AVC no grupo estudado. Não houve óbitos no POI. CONCLUSÃO: A cirurgia de revascularização do SCE em pacientes acima de 75 anos sem CEC e sem MAA pode ser realizada sistematicamente de modo a evitar a ocorrência de AVC, com baixa mortalidade.INTRODUCTION: Cardiopulmonary bypass (CPB and Ascending Aorta manipulation (AAM are associated with a high incidence of stroke in coronary surgery in patients older than 75 years. This complication is due, mostly, to the handling of the aorta by the time of the cross-clamping, either for heart isolation from CPB, or to perform saphenous vein graft anastomosis to the

  7. Efeito idade-periodo-coorte na mortalidade por cancer do colo uterino

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karina Cardoso Meira

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar o efeito da idade, período e coorte de nascimento na mortalidade por câncer do colo do útero. MÉTODOS: Foram analisados dados de mortalidade por câncer do colo do útero em mulheres ≥ 30 anos nos municípios do Rio de Janeiro, RJ, e São Paulo, SP, de 1980 a 2009. Os dados foram extraídos do Sistema de Informação Sobre Mortalidade. A variação percentual anual estimada foi calculada para os períodos de 1980-1994 e 1995-2009. O efeito da idade, período e coorte de nascimento foi calculado pelo modelo de regressão de Poisson, utilizando funções estimáveis: desvios, curvaturas e drift , por meio da biblioteca Epi do programa estatístico R versão 2.7.2. RESULTADOS: A taxa de mortalidade média do período por 100.000 mulheres foi 15,90 no Rio de Janeiro e 15,87 em São Paulo. Houve redução significativa na mortalidade por câncer do colo do útero nos dois períodos: no Rio de Janeiro, -1,20% (IC95% -2,20;-0,09 e -1,46% (IC95% -2,30;-0,61, e em São Paulo, -2,58% (IC95% -3,41;-1,76 e -3,30% (IC95% -4,30;-2,29. A análise da curvatura dos efeitos indicou tendência de redução do risco de morte nas sucessivas coortes (RR < 1 nas mulheres nascidas após a década de 1960. Observou-se redução acentuada no risco relativo (RR a partir dos anos 2000. CONCLUSÕES: O estudo evidenciou efeito de período na redução das taxas de mortalidade por câncer do colo do útero no período analisado, tendo em vista que houve efeito de proteção (RR < 1 a partir dos anos 2000 e nas mulheres nascidas após a década de 1960.

  8. Mortalidade por câncer em trabalhadores da indústria da borracha de São Paulo Cancer mortality among rubber industry workers in São Paulo, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hélio Neves

    2006-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar as mortes por câncer em trabalhadores da indústria da borracha de acordo com o tamanho da empresa. MÉTODOS: Coorte histórica com 9.188 trabalhadores masculinos, matriculados em sindicato de trabalhadores da indústria de borracha do Estado de São Paulo entre 1975 e 1985, sobreviventes em janeiro de 1990 e acompanhados até o final de 2000. As mortes por câncer foram comparadas internamente à coorte, cujos membros foram subdivididos em estratos por porte e sub-ramo da empresa, setor de trabalho e qualificação profissional. A abordagem por conjuntos de risco e regressão logística condicional foi utilizada para o cálculo dos riscos relativos, ajustados por idade, tempo desde o primeiro emprego e tempo de trabalho na indústria da borracha. RESULTADOS: Quando comparados aos empregados de grandes empresas, trabalhadores de pequenas empresas mostraram excesso de mortes por todos tipos de câncer (RR=2,33; IC 95%: 0,90-6,03; tumores de estômago (RR=3,47; IC 95%: 2,57-4,67 e do trato aero-digestivo superior (RR=2,49; IC 95%: 1,78-3,48. Identificou-se excesso de mortes por câncer nos trabalhadores dos setores de manutenção (RR=2,23; IC 95%: 0,73-6,76; expedição, armazenamento e transporte (RR=2,97; IC 95%: 0,77-11,38; e produção (RR=3,51; IC 95%: 1,07-11,57, comparados aos trabalhadores dos setores administrativos. CONCLUSÕES: Os resultados mostram evidências de aumento do risco de tumores de estômago e do trato aero-digestivo superior e, possivelmente, por câncer em geral em trabalhadores de empresas de pequeno porte da indústria da borracha quando comparados aos trabalhadores das grandes empresas.OBJECTIVE: To investigate cancer deaths among rubber industry workers according to company size. METHODS: This historical cohort study included 9,188 male workers, engaged as members of a workers' union in São Paulo, Southeastern Brazil, between 1975 and 1985, alive in January 1990 and followed until the end of 2000

  9. Reflexo do consumismo infantil no ambiente escolar

    OpenAIRE

    Camargo, Sônia de Fátima; Vieira Júnior, Hélio

    2011-01-01

    Este artigo propôs verificar se há reflexos do consumismo infantil no ambiente escolar. Se á fatores que influenciam nas interações afetivas e subjetivas dos alunos das séries iniciais do Ensino Fundamental na Escola Municipal Professora Ana Cristina de sena município de Sinop – MT. O objetivo do trabalho foi investigar as relações interpessoais em sala de aula e de que forma essas relações acontecem diante do consumismo. Como fundamentação teórica, recorremos aos autores, Zygmunt Bauman, Ann...

  10. Genetisk udredning ved infantile spasmer

    DEFF Research Database (Denmark)

    Hansen, Lars Kjærsgaard; Ousager, Lilian Bomme; Møller, Rikke Steensbjerre

    2012-01-01

    Infantile spasms are a symptom of a severe epileptic encephalopathy. It is important to determine the aetiology for a child's disease. When a standard programme for evaluating the aetiology of the infantile spasms is unsuccessful genetic causes should be considered. We suggest array CGH as the fi......Infantile spasms are a symptom of a severe epileptic encephalopathy. It is important to determine the aetiology for a child's disease. When a standard programme for evaluating the aetiology of the infantile spasms is unsuccessful genetic causes should be considered. We suggest array CGH...

  11. Evolução da mortalidade por causas evitáveis e expansão dos recursos municipais de saúde em Maringá, Paraná Evolution of mortality from avoidable causes and expansion of municipal health resources in a Southern Brazilian city

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria José Scochi

    1999-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a evolução do perfil da mortalidade por doenças evitáveis, em Maringá, PR, relacionando-o à qualidade de assistência á saúde. MÉTODOS: A partir da proposição de estudos de resultado da assistência foram selecionadas 11 causas de mortes. À evolução dos óbitos foi associada a evolução dos recursos disponíveis, bem como ao grau de escolarização e saneamento básico, no período de 1983-1993. RESULTADOS E CONCLUSÕES: Os dados revelaram que as taxas de mortalidade da maioria das causas evitáveis tenderam ao declínio, com uma redução de 39%, em contraposição a 16% das demais. Observou-se uma melhora das condições de escolarização e de saneamento. A evolução positiva das condições gerais da população dificulta atribuir imediatamente aos serviços a responsabilidade sobre o declínio das mortes evitáveis, mas a diferença entre estas mortes e as demais permite inferir que, se diante de condições satisfatórias de vida ocorresse um recrudescimento desses indicadores, poder-se-ia constatar uma falta de efetividade dos serviços. A constatação do arrefecimento dos indicadores pode fazer supor que a expansão dos serviços auxiliou no declínio.OBJECTIVE: An assessment of the evolution of the profile of mortality from avoidable diseases, in the municipality of Maringá, PR (Brazil, 1980 through 1993, as related to the quality of health attendance. METHODS: Based on the proposal to study caregiving results, eleven causes of avoidable deaths were selected. The evolution of resources available, level of schooling and sanitation were associated with the evolution of mortality. RESULTS AND DISCUSSION: The data revealed that the mortality rates for most of the avoidable causes tended to decline faster than those for other causes (a reduction of 39% as against 16%. A significant improvement in schooling and sanitary conditions was also observed over the same period. The positive evolution of the general

  12. Abuso físico infantil: avaliando fatores de risco psicológicos em cuidadores notificados Child physical abuse: evaluating psychological risk factors in accused caregivers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lilian Paula D. Bérgamo

    2012-01-01

    Full Text Available Verificou-se em que medida variáveis cognitivas e afetivas/emocionais diferenciariam cuidadores notificados por abusos físicos (G1 de cuidadores sem esse histórico (G2. O Child Abuse Potential Inventory (CAP foi utilizado para avaliar fatores de risco psicológicos em cuidadores. Um Questionário de Caracterização sócio-demográfica e outro econômico também foram empregados para equiparar os grupos. G1 apresentou um potencial de risco superior a G2, e maiores níveis de Angústia, Rigidez, Problemas com a Criança e Consigo, Problemas com os Outros, e um menor nível de Força do Ego. Essas variáveis se articulam para compor o risco de abuso físico, pois segundo o Modelo do Processamento da Informação Social, remeteriam a processos básicos cognitivos/afetivos subjacentes a percepções e avaliações/interpretações, associados ao comportamento parental abusivo.It was verified to what extent cognitive and affective/emotional variables could distinguish caregivers accused of committing physical abuse (G1 from those without physical abuse records (G2. The Child Abuse Potential Inventory (CAP, which is an instrument designed to assess psychological risk factors in caregivers, was used. A questionnaire on socio-demographic characterization and another on economic classification were also employed to equate the groups. G1 presented a greater potential risk than G2, higher levels of Distress, Rigidity, Problems with the Child and with Themselves, Problems with Others, and a lower level of Ego Strength. These variables contribute with the composition of physical abuse risk, since, in agreement with the Social Information Processing Model, they would be related to cognitive and affective basic processes which are veiled to the perceptions and evaluation/interpretations, associated to abusive parental behavior.

  13. Comparação entre dois métodos para investigação da mortalidade materna em município do Sudeste brasileiro Comparison of two methods for the investigation of maternal mortality in a municipality of the Brazilian Southeast

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jacinta Pereira Matias

    2009-11-01

    Full Text Available OBJETIVO: comparar a mortalidade materna declarada pelo Sistema Nacional de Informação sobre Mortalidade (SIM com a investigação pela pesquisa de óbitos de mulheres em idade reprodutiva (RAMOS, de 10 a 49 anos; identificar a subnotificação e investigar as causas de morte materna (MM no período de 1999 a 2006. MÉTODOS: série temporal e de base populacional a partir das informações das declarações de óbito (DO, fornecidas em banco de dados pela Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (SEADE e com as causas de morte codificadas pela Classificação Internacional de Doenças (CID, décima revisão e o número de nascidos vivos (NV. Os óbitos foram categorizados em MM declarada, presumível e não-materna. A identificação dos casos foi feita a partir de listagem com a data de nascimento e de óbito no velório municipal, e as informações complementares ao estudo foram obtidas no Setor de Vigilância Epidemiológica do Comitê Municipal de Investigação da MM (CMIMM. Foram levantadas informações sobre MM contidas no SIM. Nos casos de MM declaradas e não-declaradas, foi identificado o percentual de subnotificação; foram calculadas as razões de mortalidade materna (RMM oficial e corrigida e o fator de ajuste para o período, e as causas de MM foram revisadas e classificadas. RESULTADOS: foram identificadas 12 MM, sendo seis declaradas e seis não-declaradas. A subnotificação foi de 50%, o que correspondeu a um fator de ajuste igual a dois. A RMM oficial foi 14,7 e a corrigida de 29,4 mortes por 100.000 NV. As causas básicas foram mal atribuídas na maioria dos casos. As causas obstétricas diretas foram mais prevalentes, dentre elas a eclâmpsia e a síndrome HELLP, seguida por infecções. CONCLUSÕES: são necessárias medidas políticas e administrativas para a efetiva atividade dos Comitês de Investigação das MM. A prevalência de causas obstétricas diretas é indicativa de falhas na assistência materna e

  14. Mortalidad en la población galesa de Gaiman, provincia de Chubut, Argentina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Caratini, Alicia Liliana

    2005-01-01

    Full Text Available El objetivo de este trabajo es analizar la evolución en el tiempo de las defunciones y de las causas de muerte por edad y sexo de la población galesa de Gaiman, provincia de Chubut, Argentina. Los datos fueron obtenidos de las Actas de Defunción del Archivo del Registro Civil de la ciudad de Rawson, Chubut. El período de estudio se extendió de 1892 a 1961 y para su descripción y análisis se lo dividió en decenios. Se registraron 2103 defunciones de las cuales 1039 (49% correspondieron a galeses y sus descendientes, lo cual representa un promedio de 14.6 muertes por año. Se detectó una sobremortalidad masculina (59%, esperable en una población colonizadora con predominio de varones. Se observó un incremento, en el tiempo, de la edad media de defunción, lo que indica mejoras en las condiciones socioeconómicas y de salud de la población. La mortalidad infantil y los natimortos representaron el 20% y el 11%, respectivamente, de las defunciones y se constató una transición desde una mortalidad provocada por enfermedades de naturaleza exógena a otra de causalidad endógena. Al compararse nuestros datos con los de la provincia de Chubut y el país, se comprobó, en todos los casos, un descenso de la mortalidad en el tiempo, aunque en Gaiman esa disminución fue más significativa, probablemente por la atención que la comunidad le dedicaba a la educación y a la salud.

  15. Análise espacial de indicadores integrados de saúde e ambiente para morbimortalidade por diarreia infantil no Brasil, 2010

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Helena Ferraz Bühler

    2014-09-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo é construir indicadores integrados de saúde e ambiente para diarreia em crianças menores de um ano no Brasil. Foi utilizado um desenho de estudo ecológico, com a aplicação do modelo teórico Geo Saúde, que inclui as dimensões: força motriz, pressão, estado do meio ambiente, exposição e efeito à saúde humana. No Brasil, a probabilidade de crianças menores de um ano serem hospitalizadas ou chegarem a óbito por doença diarreica aguda, nas microrregiões brasileiras, é maior naquelas localizadas nas regiões Norte e Nordeste. Na Região Norte, as internações e óbitos são mais de cinco vezes maiores que as das regiões Sudeste e Sul, respectivamente. A taxa de internação por diarreia infantil mostrou-se associada com o percentual da população sem coleta de lixo; a taxa de mortalidade com a razão de dependência e percentual de moradores sem coleta de lixo. Conclui-se que o saneamento básico persiste como problema socioambiental nas regiões Norte e Nordeste, e a redução da diarreia infantil depende de políticas públicas nesse setor.

  16. Atividade do acaricida etoxazol sobre a mortalidade e reprodução do ácaro-da-leprose Brevipalpus phoenicis (Geijskes (Acari: Tenuipalpidae, em citros Activity of the etoxazole acaricide on the mortality and reproduction of the citrus leprosis mite Brevipalpus Phoenicis (Geijskes (Acari: Tenuipalpidae, in citrus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Juari Celoto

    2010-12-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi avaliar a atividade do acaricida etoxazol, no controle e reprodução do ácaro B. phoenicis. Para tanto, foram demarcadas com cola adesiva arenas de cinco centímetros de diâmetro em frutos de citros com alta infestação do ácaro. O ensaio foi delineado em parcelas inteiramente casualizadas, com oito tratamentos e quatro repetições. Em cada arena foram contados o número de ácaros adultos, jovens e ovos. Os tratamentos constaram dos seguintes acaricidas e doses em g i.a./100 L de água: etoxazol 110 SC (1,1; 1,65; 2,75 e 5,5; hexitiazoxi 500 PM (0,75; flufenoxuron 100 CE (3; cihexatina 500 PM (25, aplicados diretamente sobre as arenas. Os frutos foram mantidos em câmara de germinação tipo BOD. com temperatura de 25 ± 2 ºC e fotofase de 12 horas. Diariamente, foram contados o número de ácaros adultos, jovens e ovos, com auxílio de microscópio esteroscópio. Os parâmetros avaliados foram a atividade ovicida, esterilização de fêmeas e efeito sobre formas jovens. Constatou-se que o etoxazol provocou mortalidade de formas jovens do ácaro-da-leprose superior a 95%, nas doses a partir de 1,1 g i.a. /100 L de água. Ovos tratados com etoxazol, nas doses a partir de 1,65 g i.a. /100 L de água, apresentaram inviabilidade média de 60%. O etoxazol apresentou efeito esterilizante sobre fêmeas nas doses a partir de 2,75 g i.a./100 L de água, inviabilizando 95% dos ovos.The objective of this work was to evaluate the activity of the etoxazole acaricide, on the mortality and reproduction of the citrus leprosies mite, B. phoenicis. A five centimeter diameter arena were demarcated with adhesive glue, in citrus fruits with high infestation of the mite. The design was entirely randomized plots with eight treatments and four replications. In each arena were counted the number of adults, young and eggs of B. phoenicis. The treatments consisted the following acaricides and doses in g a.i./100 L of water: etoxazole

  17. Infantile spasms and pigmentary mosaicism

    DEFF Research Database (Denmark)

    Hansen, Lars K; Bygum, Anette; Krogh, Lotte N

    2010-01-01

    Summary We present a 3-year-old boy with pigmentary mosaicism and persistent intractable infantile spasms due to mosaicism of chromosome 7. Getting the diagnosis of pigmentary mosaicism in a child with infantile spasms may not be easy, as most diagnostic work-up is done in infancy, at a time when...

  18. Subsídios à implementação do sistema de análises de perigos e pontos críticos de controle em unidades de alimentação e nutrição infantil

    OpenAIRE

    Elisa de Medeiros Ravagnani

    2007-01-01

    O objetivo do presente trabalho foi subsidiar a implementação de sistemas de qualidade em Unidades de Alimentação e Nutrição (UAN) de centros de educação infantil municipais a fim de garantir a segurança dos alimentos oferecidos às crianças assistidas, as quais constituem um grupo de risco. A amostra constituiu-se de dois centros educacionais infantis (CEI) municipais, representativos do município de Piracicaba/SP. A avaliação das Boas Práticas de Fabricação (BPF) foi realizada a partir do em...

  19. Educação Infantil: o lugar da Pedagogia e da Educação Física em uma perspectiva Sócio-Histórico-Dialética Infant Eductation: The Place of Pedagogy and of Physical Education in a Social-Historical-Dialectic Perspective

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    2006-11-01

    Full Text Available O objetivo deste artigo é realizar um exercício reflexivo sobre as relações entre Pedagogia e Educação Física e suas contribuições para a educação da infância em uma perspectiva sócio-histórico-dialética. Para isso, organizamos os textos em três momentos: o primeiro tem como finalidade resgatar a constituição histórica dos projetos em educação infantil no Brasil; o segundo busca delimitar as proposições fundamentais da perspectiva sóciohistórico-dialética, e, por último, indicamos caminhos a serem percorridos pelas duas áreas de conhecimento em debate, Educação Física e Pedagogia. PALAVRAS-CHAVE: Educação infantil - Pedagogia - Educação The aim of this article is to reflect upon the relations between Pedagogy and Physical Education and their contributions to infant education in a social-historical-dialectic perspective. To achieve this, we have organized this text in three parts: the first one aims at recollecting the historical constitution of projects on infant education in Brazil; the second part aims at defining the scope for thefundamental propositions of this social-historicaldialectic perspective. Lastly, we indicate paths that can be followed by these two fields of knowledge that are discussed here, physical education and pedagogy. KEY WORDS: Infant education - Pedagogy - Physical education.

  20. Revascularização do miocárdio sem circulação extracorpórea em idosos: análise da morbidade e mortalidade Off-pump myocardial revascularization in the elderly: analysis of morbidity and mortality

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Maria Rocha Pinto e Silva

    2008-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a evolução intra-hospitalar de doentes com 70 anos de idade ou mais, submetidos a revascularização do miocárdio sem circulação extracorpórea, com uso de shunt intracoronário, operados na urgência, emergência e eletivamente. MÉTODOS: Foram submetidos à cirurgia 87 doentes com idade entre 70 e 92 anos de julho de 1989 a julho de 2005. Dos 87 doentes, 50 (57,5% eram portadores de angina instável, sendo três (3,4% na vigência de infarto agudo do miocárdio. Foram operados em caráter de emergência e urgência 31 (35,6% doentes. De todo o grupo, havia 13 (14,9% doentes com infarto ocorrido em até 30 dias e 34 (39,1% com infarto ocorrido há mais de 30 dias. RESULTADOS: As complicações mais freqüentes foram: fibrilação atrial (32,2%, insuficiência cardíaca congestiva (12,6%, broncopneumonia (10,3%, sepse (3,4%, infarto agudo do miocárdio peri-operatório (2,3%, mediastinite (1,1%, acidente isquêmico transitório (1,1%, pneumotórax (1,1%. O tempo médio de intubação foi de 18,50±19,09 horas; permanência em UTI, 2,92±2,03 dias, e hospitalar, 10,55±7,16 dias. Apenas nove (10,3% doentes receberam concentrado de hemácias no pós-operatório e nenhum foi reoperado por sangramento. A mortalidade hospitalar foi de 4,6%. CONCLUSÃO: Em doentes acima de 70 anos, operados na emergência, urgência e eletivamente, a revascularização do miocárdio sem extracorpórea com shunt intracoronário apresentou adequada evolução pós-operatória e baixos índices de complicações e mortalidade em relação à população estudada.OBJECTIVE: To analyze the in-hospital outcome of elderly patients aged 70 years and older who underwent off-pump coronary artery bypass graft surgery with an intraluminal shunt in urgent, emergent, and elective coronary revascularizations. METHODS: From July 1989 to July 2005, we analyzed 87 patients ranging in age from 70 to 92 years. Of the 87 patients enrolled, 50 (57.5% patients had

  1. Mortalidade no primeiro ano de vida e a distribuição de renda e de recursos públicos de saúde, São Paulo (Brasil Mortality within the first year of life in relationship to the distribution of income and of public facilities, S. Paulo (Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Augusto Monteiro

    1980-12-01

    Full Text Available Foi feito estudo para identificar em torno de 1976 a distribuição da freqüência do óbito infantil, a distribuição da renda e a distribuição da disponibilidade de determinados recursos públicos de saúde nos 55 distritos e sub-distritos do município de São Paulo (Brasil, para analisar as possíveis identificações entre estas distribuições. A freqüência do óbito infantil foi crescente no sentido centro-periferia da cidade, o mesmo ocorrendo com a concentração de famílias de baixa renda. Os recursos públicos de saúde estudados, água do abastecimento público, leitos hospitalares e centros de saúde do Estado, foram decrescentes no mesmo sentido centro-periferia. Tanto a distribuição crescente da baixa renda quanto a distribuição decrescente dos recursos públicos acham-se positiva e significativamente correlacionadas à distribuição crescente da mortalidade infantil. Na área periférica da cidade, correspondente à área de maior mortalidade, encontra-se a mais alta concentração de famílias de baixa renda e, também, as menores disponibilidades de recursos públicos de saúde providos direta ou indiretamente pelo Estado. Conclui-se que renda e recursos públicos operam no mesmo sentido, ou seja, de reforço mútuo às desigualdades registradas ao nível da mortalidade infantil, e não no sentido inverso, como talvez se pudesse crer. Discute-se o duplo processo desigual da distribuição das riquezas na cidade de São Paulo, o que se dá na distribuição direta da renda e o que se dá, posteriormente, quando o Estado participa daquela distribuição provendo serviços públicos.It was made a study to identify the distribution of the infant death rates and the distribution of income, and the distribution of certain public health facilities in the 55 districts of the city of S. Paulo (Brazil and, then, to analyze the similarity among them. The infant death rates and concentration of low income families increased

  2. Infantile pyoderma gangrenosum.

    LENUS (Irish Health Repository)

    McAleer, Maeve A

    2008-02-01

    Pyoderma gangrenosum (PG) is rare in infants. There have been 12 cases of PG in infants (<12 months old) reported in the past 25 years, to our knowledge. Six of these cases have been successfully controlled with systemic steroids, and one case with topical steroids alone. We report a case of an 8-month-old infant whose PG was aggressive and unresponsive to systemic steroids. Adjuvant treatment with cyclosporine was required to achieve healing. We review the previous cases of infantile PG and the therapeutic options in this age group.

  3. Hipoacusia neurosensorial infantil

    OpenAIRE

    Santos Santos, Saturnino

    2004-01-01

    En nuestro medio existe un déficit de información acerca de la importancia de los factores de riesgo implicados en la aparición de hipoacusia neurosensorial infantil y de las etiologías encontradas. Se estudió retrospectivamente una población de 2.656 niños enviados a nuestro centro para valoración auditiva por presentar factores de riesgo. 481 niños fueron diagnosticados de hipoacusia neurosensorial uni o bilateral de cualquier grado. La edad media al diagnóstico de hipoacusia neurosensorial...

  4. Espacio infantil y ludoteca

    OpenAIRE

    Lejarraga Molinero, Nekane

    2009-01-01

    Este proyecto desarrolla el estudio y análisis de un cambio de uso de un proyecto de uso administrativo en la ciudad de Pamplona. La realización de un cambio de uso de un edificio administrativo a un ESPACIO INFANTIL Y LUDOTECA en el barrio de la Rochapea. Se trata fundamentalmente de un centro lúdico junto al río Arga en el que puedan jugar y desarrollarse de una forma controlada los niños de este nuevo barrio.

  5. Relação do teor em alcatrão dos cigarros com a mortalidade por cancro do pulmão no Grupo Prospectivo de Prevenção de Cancro - II, 1982-8

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jeffrey Harris

    2004-03-01

    Full Text Available Estudo epidemiológico realizado com o contributo da American Cancer Society com o objectivo de avaliar o risco de cancro do pulmão em fumadores de cigarros com filtro com conteúdo médio (standard de alcatrão, comparativamente a fumadores de cigarros com baixo e muito baixo teor em alcatrão e, ainda, comparativamente a fumadores de cigarros sem filtro com elevado conteúdo em alcatrão. Participaram 364 239 homens e 576 535 mulheres com mais de 29 anos e que nunca tinham fumado, eram ex-fumadores ou fumadores activos fiéis à mesma marca de tabaco (mínimo de 10 anos. A análise incidiu sobre a mortalidade por cancro do pulmão. Durante os 6 anos de acompanhamento (1982-1988, morreram por neoplasia 2622 homens e 1406 mulheres. O estudo concluiu que: • Independentemente do teor em alcatrão, todos os fumadores activos tinham maior risco de cancro do pulmão do que os ex-fumadores e os não fumadores. • O risco de cancro do pulmão foi semelhante nos fumadores de cigarros com conteúdo médio, baixo ou muito baixo em alcatrão. • Os fumadores de tabaco sem filtro e alto teor em alcatrão apresentaram um risco ainda mais elevado de cancro do pulmão. • O risco de neoplasia do pulmão nos ex-fumadores antes dos 35 anos foi próximo do risco dos que nunca fumaram. COMENTÁRIO: A maioria dos estudos de caso-controlo examinaram os riscos de cancro de pulmão entre tabaco com alto teor em alcatrão e tabaco com teor médio (convencional. A presente análise é mais realista, dada a redução da percentagem de fumadores de cigarros sem filtro/alto teor em alcatrão, pelo menos na Europa Ocidental. Contudo, atendendo à idade dos doentes, duração dos hábitos tabágicos e duração da comercialização de tabaco de baixo/muito baixo teor em alcatrão, a maioria dos casos não pode ter fumado ao longo da vida exclusivamente estes tipos de

  6. A mortalidade por doenças infecciosas no início e no final do século XX no Município de São Paulo Deaths due to infectious diseases in the beginning and the end of the 20th century in the City of São Paulo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cássia Maria Buchalla

    2003-12-01

    Full Text Available A melhora das condições de vida do homem durante o século XX contribuiu para transformações da estrutura demográfica e para mudanças dos padrões de morbi-mortalidade. Com o objetivo de discutir essas mudanças, pretende-se comparar os dados de mortalidade do Município de São Paulo em 1901, 1960 e 2000. As causas de morte foram obtidas das seguintes fontes: Anuários Estatísticos da FSEADE, para 1901; Anuário de 1961 do Departamento de Estatística do Estado e CD-ROM de Mortalidade do Ministério da Saúde, para o ano de 2000. Os demais dados - de população, de nascidos vivos, coeficientes de mortalidade geral e infantil - foram obtidos do CD-ROM "500 anos de Divisão territorial e 100 anos de Estatísticas Demográficas Municipais" da FSEADE. Do início até o final do século XX, a população do Município de São Paulo aumentou 36 vezes, o número de nascimentos quase 24 e o número de óbitos 13,6 vezes. No entanto, as taxas de mortalidade diminuíram, a mortalidade geral foi 2,6 vezes menor no ano 2000 e a mortalidade infantil 11,3 vezes menor. A proporção de óbitos por doenças infecciosas declina de 45,7% do total de óbitos em 1901 para 9,7% em 2000. Em 1901, entre as 10 principais causas de morte no Município, 5 eram doenças infecciosas, correspondendo a 37% das mortes; em 1960, apareciam nesta lista apenas 3 doenças infecciosas (16,1% dos óbitos, e em 2000 apenas a pneumonia constava entre as principais causas de morte. Doenças como tétano, difteria, coqueluche, sarampo e escarlatina mostraram-se controladas no final do período. No entanto, a pneumonia, a tuberculose, a septicemia e a aids ainda se situam entre as que merecem especial atenção na área de saúde pública.The changes in living conditions during the 20th century have contributed to change morbidity and mortality standards, and the population structure. This study aims to present and discuss these changes by comparing mortality data of the City of

  7. Abandono do atendimento em uma clínica-escola de psicologia infantil: variáveis associadas Abandono en una clínica-escuela de psicología infantil Dropout in a school-clinic of child psychology

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carina Cella Panaia Mantovani

    2010-09-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo retrospectivo foi levantar taxas de desistência e abandono do atendimento em uma clínica-escola de psicologia infantil e identificar fatores de risco sócio-demográficos, clínicos e familiares para ambos os desfechos. Dados de 258 crianças foram obtidos nos prontuários. Desistiram do atendimento logo após a entrevista inicial 16% das famílias. Entre as famílias não desistentes, 49% interromperam o atendimento antes da alta. Foram comparados, quanto aos fatores de risco, os grupos desistente e não desistente. Além disso, no grupo não desistente, os subgrupos abandono (clientes que compareceram ao menos uma vez antes de interromperem o tratamento e alta clínica (clientes que persistiram até o final do atendimento também foram comparados. Famílias desistentes apresentaram mais crianças nas séries iniciais, com menos problemas de comportamento. O abandono foi associado a menor recurso cognitivo e menor idade da criança, pai mais jovem e maior exposição da família a estresse psicossocial.El objetivo fue buscar tasas de retirada y abandono del tratamiento en una clínica-escuela de psicología para niños y identificar factores de riesgo demográficos, clínicos y ambientales para ambos los desenlaces. Se utilizaron datos de archivo de 258 niños. No llegaran a iniciar el tratamiento en seguida a la primera entrevista 16% de las familias. Entre las que retornaran, 49% terminaran el tratamiento prematuramente. Se compararan las familias que no regresaran después de la entrevista inicial con las familias que retornaran. Las familias que abandonaran el tratamiento empezado fueran comparadas con las que persistieran hasta el fin. En las familias que no iniciaran en tratamiento los niños tenían menos problemas de conducta y cursaban años iniciales en la escuela. En las familias que abandonaran, los niños eran más jóvenes, tuvieran peor desempeño en test cognitivo, el estatus educativo de los padres era

  8. Agua y mortalidad en Barranquilla 1920-1940, del imaginario social a la realidad empírica: una mirada desde la Historia y la Salud Pública

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jorge Bilbao Ramírez

    2009-01-01

    Resultados: Los resultados empíricos sobre el comportamiento de la mortalidad mostraron que el acueducto inaugurado en 1929 no produjo impacto positivo alguno en las tasas de mortalidad general, infantil y específica por enfermedades hídricas, mientras que la revisión documental de carácter histórico, permitió construir argumentos para describir las razones que dieron origen al imaginario social del aumento de la salubridad como consecuencia de la puesta en marcha del nuevo acueducto. Conclusión: El mito histórico de buenos niveles de salubridad en la Barranquilla de los años 30s como consecuencia del suministro de agua por el acueducto inaugurado en 1929 resulta inaceptable desde una investigación total que conjuga la visión histórica y epidemiológica.

  9. Miastenia gravis infantil: relato de caso diagnosticado clinicamente

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    J. Rodrigo Lopes

    1985-09-01

    Full Text Available Registro de caso de miastenia infantil (forma congênita, em criança com 16 meses de idade. Ênfase ao diagnóstico diferencial das várias formas de miastenia na infância é dada durante a discussão do caso. O diagnóstico baseou-se na resposta imediata a teste com Neostigmina, seguido de terapêutica satisfatória com Mestinon.

  10. Varroa destructor mite mortality rate according to the amount of worker broods in africanized honey bee (Apis mellifera L. colonies = Taxa de mortalidade do ácaro Varroa destructor de acordo com a quantidade de crias em colônias de abelhas africanizadas (Apis mellifera L.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Geraldo Moretto

    2007-07-01

    Full Text Available The Varroa destructor mite has caused the death of hundreds of thousands of Apis mellifera colonies in several countries worldwide. However, the effects determined by the Varroa mite change according to the A. mellifera subspecies. In Africanized bee colonies from South and Central America, the parasite causes little damage, as the infestation levels are relatively stable and low, thus treatments against the pest are not required. Among several factors, the grooming behavior of Africanized worker bees plays an important role in the maintenance of the low infestation levels. This study determined the daily rate of live and dead mites found at the bottom of the hive in five Africanized honey bee colonies. During fifteen days of observations, a significant increase was verified in the number of live and dead mites at the bottom of the hive as the amount of worker broods from each honey bee colony decreased. This suggests a more intense grooming activity as the Varroa concentration in the adult honey bee population increases.O ácaro Varroa destructor tem causado a mortalidade de centenas de milhares de colônias de abelhas Apis mellifera em várias partes do mundo. Os efeitos determinados pelo ácaro Varroa variam com a subespécie de Apis mellifera. Nas Américas do Sul e Central, o parasita causa poucos danos às colônias de abelhas africanizadas, a taxa de infestação é estável e baixa, não sendo necessário o tratamento químico contra a praga. Entre vários fatores que são responsáveis pela tolerância das abelhas africanizadas a esse parasita, o comportamento de grooming executado pelas operárias deve exercer importante papel na manutenção dos baixos níveis deinfestação. Neste estudo, foram avaliadas as taxas diárias de ácaros vivos e mortos encontrados no fundo das colméias de cinco colônias de abelhas africanizadas. Durante 15 dias de observações, foi verificado significativo aumento de ácaros no fundo da colméia

  11. Promoção em saúde mental: a enfermagem criando e intervindo com histórias infantis Promoción de la salud mental: la enfermería la creación e la intervención con los cuentos infantiles Promotion in mental health: nursing creating and intervening with children's stories

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gimene Cardozo Braga

    2011-03-01

    Full Text Available Este trabalho refere-se à importância das histórias infantis enquanto instrumento, para a ação de enfermagem e a promoção da saúde mental na infância. Objetivou-se verificar o (reconhecimento das emoções de crianças, através de histórias específicas para a saúde. Trata-se de um estudo descritivo-exploratório de natureza qualitativa, realizado em sete encontros de grupo com seis crianças de sete a dez anos, em um ambulatório de saúde mental infantil. Na coleta de dados utilizaram-se como instrumentos: seis histórias infantis, o jogo das emoções, as carinhas emotivas, desenhos, pinturas e esculturas em argila. Utilizou-se a análise temática, na qual emergiu o tema: o (reconhecimento das emoções. As crianças reconheceram quatro emoções básicas: tristeza, alegria, medo e raiva. Constatou-se no estudo que a criação de histórias contextualizadas e a estratégia do grupo de contação podem ser úteis como ferramenta para a pesquisa e qualificação das ações de enfermagem na promoção de saúde mental infantil.Este artículo se refiere a la importancia de los cuentos infantiles como una herramienta para la acción de enfermería y la promoción de la salud mental en la infancia. Se buscó verificar el reconocimiento de las emociones, a través de historias específicas para la salud. Es un estudio cualitativo y descriptivo-exploratorio, fueron realizados siete encuentros con seis niños, entre siete y diez años, de un servicio de salud mental infantil. En la recogida de datos se utilizaron: seis historias infantiles, el juego de emociones, caras emotivas, diseños, pinturas y esculturas en arcilla. Se utilizó el análisis temático, en el que surgió: el reconocimiento de las emociones. Ellos reconocen cuatro emociones: tristeza, alegría, miedo y rabia. La creación de historias contextualizadas y la estrategia del grupo de narración de cuentos, puede ser útil como herramienta para la investigación y

  12. Magnitude da mortalidade por câncer do colo do útero na Região Nordeste do Brasil e fatores socioeconômicos Magnitude of mortality from cervical cancer in the Brazilian Northeast and socioeconomic factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carmen Justina Gamarra

    2010-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a tendência temporal da mortalidade por câncer do colo do útero segundo dados de óbito corrigidos ou não e verificar a associação entre essas informações e indicadores socioeconômicos selecionados em mulheres com 20 anos ou mais residentes no Nordeste do Brasil (capital e interior no período de 1996 a 2005. MÉTODOS: Foram incluídos no estudo os óbitos por câncer do colo do útero captados do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM e aqueles identificados como sendo decorrentes dessa neoplasia após processo de correção. Através de regressão linear simples, foram analisadas as tendências temporais da mortalidade e as correlações com os indicadores socioeconômicos selecionados através de correlação de Pearson (r. RESULTADOS: As maiores taxas de mortalidade por câncer do colo do útero sem correção corresponderam às capitais e as menores foram observados no interior dos estados. Por outro lado, os maiores coeficientes de mortalidade corrigidos foram observados para o interior dos estados e os menores para as capitais, invertendo o quadro. Da mesma forma, as menores taxas de mortalidade sem correção foram observadas nos estados com maior pobreza, analfabetismo, fecundidade e mortalidade infantil, enquanto as maiores taxas de mortalidade sem correção foram observadas nas regiões com melhores indicadores sociais. As taxas corrigidas mostraram associação negativa com os indicadores que assinalam melhores condições de vida, e positiva com os indicadores que descrevem piores condições de vida. CONCLUSÕES: A utilização de dados não corrigidos de mortalidade pode levar à subestimação do câncer do colo de útero e comprometer as interpretações de análises comparativas sobre a magnitude, distribuição e fatores associados a essa doença. A magnitude desse câncer merece ser reavaliada, pelo menos no Nordeste do Brasil. Contudo, os resultados demonstram que já há resultados

  13. Aleitamento e parasitismo intestinal materno-infantil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Costa-Macedo Lêda Maria

    2000-01-01

    Full Text Available Entre março e maio de 1991, a prevalência das enteroparasitoses e o aleitamento materno foram determinados simultaneamente em 208 crianças menores de dois anos de idade e suas mães, atendidas em Instituição Pública de Saúde no Rio de Janeiro. Através da técnica de sedimentação, detectou-se positividade geral de 12,7% para as crianças, e 37,3% para as mães. Ascaris lumbricoides foi o parasito mais prevalente nas mulheres (12,7% e nos lactentes (4,3%. A distribuição dos parasitos entre os grupos de aleitamento não variou para as mulheres, mas foi estatisticamente significativa em relação às crianças (p < 0,05. Nenhuma criança em aleitamento exclusivo apresentou parasitose. Verificou-se correlação positiva entre parasitismo e desmame. Cerca de 60% das crianças parasitadas eram filhas de mães também parasitadas, sendo detectado um risco 1,7 vezes maior destas crianças virem a apresentar algum parasito intestinal. Acreditamos que a mãe parasitada possa influenciar na freqüência do parasitismo infantil.

  14. La obesidad infantil /

    OpenAIRE

    Galea Barquero, Irene

    2013-01-01

    La obesidad infantil es la enfermedad de tipo nutricional que se da con más frecuencia en los niños de los países desarrollados, conlleva riesgos físicos y psicológicos y determinados estudios señalan que puede acortar la esperanza de vida en 13 años. En Castilla y León, la tasa de obesidad entre los niños en edad escolar es del 0,8%. La autora va a recoger datos y a realizar un estudio del desayuno que realizan estos niños por considerarlo la primera comida del día y la más importa...

  15. Mortalidade por tumores de cérebro no Brasil, 1980-1998

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Monteiro Gina Torres Rego

    2003-01-01

    Full Text Available Os tumores cerebrais são raros, mas sua incidência e mortalidade vêm aumentando ao longo das últimas décadas em vários países, inclusive no Brasil, particularmente entre idosos. O presente artigo descreve o perfil da mortalidade desses tumores no país, analisando a distribuição de suas taxas segundo sexo, idade, topografia e natureza tumoral entre 1980 e 1998. As taxas de mortalidade por esta neoplasia, ajustadas por idade pela população mundial, cresceram de 2,24/100 mil para 3,35/100 mil, correspondendo a um aumento de 50%. Estas foram mais elevadas na infância que na adolescência, aumentando posteriormente com a idade e alcançando níveis altos nos mais idosos, sendo o crescimento médio nos maiores de 70 anos de 6% ao ano ao longo da série estudada. São analisadas as taxas de tumores do encéfalo e das meninges cerebrais para o país e para capitais selecionadas. A constatação do aumento dessas taxas demanda a elaboração de estudos com vistas a elucidar o papel de novas tecnologias diagnósticas, assim como de potenciais fatores de risco ambientais.

  16. Detection of Cryptosporidium sp. in non diarrheal faeces from children, in a day care center in the city of São Paulo, Brazil Detecção de Cryptosporidium sp. em fezes não diarréicas de crianças, em uma escola de educação infantil de São Paulo, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Therezinha T. Carvalho-Almeida

    2006-02-01

    Full Text Available The protozoan Cryptosporidium sp. has been frequently detected in faeces from children with persistent diarrhoea. This work achieved to investigate an outbreak of cryptosporidiosis, in a day care center, attending children of high socio-economic level, between 0 and six years old. The outbreak was detected through the network of public health, when stool samples, not diarrhoeic, were examined at the Parasitology Service of the Adolfo Lutz Institute. Among the 64 examined children, 13 (20.3% showed oocysts of Cryptosporidium sp. in the faeces examined by Kinyoun technique: seven children one year old, three, two years old and three, three years old. Among the 23 examined adults, only a 22 years old woman, possibly having an immunocomprometiment, was positive. Clinical and epidemiological aspects were investigated by questionnaires, highlighting the occurrence of the outbreak in a very dry period.O protozoário Cryptosporidium sp. tem sido detectado com freqüência em fezes de crianças com diarréia persistente. Este trabalho teve como objetivo investigar um surto de criptosporidiose, em uma escola de educação infantil, que atende crianças de classe média alta, de 0 a seis anos de idade. O surto foi detectado a partir de amostras fecais não diarréicas encaminhadas ao Instituto Adolfo Lutz através da rede de saúde pública. Das 64 crianças 13 (20,3% apresentaram oocistos de Cryptosporidium nas fezes, examinadas pelo método de Kinyoun, sendo sete crianças com um ano de idade, três com dois anos de idade e três, com três anos de idade. Dos 23 adultos examinados, apenas uma mulher de 22 anos, com possível imunocomprometimento, foi positiva. Aspectos epidemiológicos e clínicos foram investigados por meio de questionários, ressaltando-se que o surto ocorreu em período muito seco.

  17. Perfil de mortalidade por causas externas entre Adventistas do Sétimo Dia e a população geral

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Paula Costa Velten

    Full Text Available Resumo Este estudo teve por objetivo comparar o perfil de mortalidade por causas externas entre Adventistas do Sétimo Dia e população geral do Espírito Santo no período de 2003 a 2009. Realizou-se busca dos Adventistas no banco nominal do Sistema de Informação sobre Mortalidade de posse das informações dos Adventistas fornecidas pelas sedes administrativas da instituição. Os óbitos por causas externas ocorridos no período estudado foram então separados em dois grupos: Adventistas e população geral. Os Adventistas apresentaram menor mortalidade proporcional por causas externas (10% que a população geral (19%, sendo o sexo masculino o principal responsável por essa diferença. Em ambos os grupos os óbitos predominaram na faixa de 20 a 29 anos. As mortes por causas acidentais foram mais expressivas entre os Adventistas (68,08% enquanto as mortes por causas intencionais relacionadas às agressões e lesões autoprovocadas foram mais significativas na população geral (53,67% de todas as mortes. A razão de mortalidade padronizada para as causas externas foi 41,3, sendo assim ser Adventista reduziu a mortalidade em 58,7%. Acredita-se que o benefício dos Adventistas verificado em relação à mortalidade por causas externas possa estar relacionado à recomendação de abstinência do consumo de álcool por esse grupo.

  18. O brincar criativo e a obesidade infantil

    OpenAIRE

    Mishima,Fernanda Kimie Tavares; Barbieri,Valéria

    2009-01-01

    A obesidade infantil é uma das doenças mais preocupantes atualmente, o estudo de seus fatores psicológicos é escasso, podendo se vincular a características específicas do brincar. Este trabalho objetiva investigar se há algum prejuízo causado pela dificuldade de expressão da criatividade no brincar de crianças obesas e, em caso positivo, qual a sua natureza. Foram realizados cinco estudos de caso com meninos obesos entre 7 e 10 anos, de nível sócio-econômico médio e famílias intactas, com apl...

  19. O desenvolvimento corporal na educação infantil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Pacheco da Silva Santos

    2011-12-01

    Full Text Available Este artigo é resultado de um estudo realizado em uma creche pública pertencente à rede municipal de educação de Sinop - MT. Objetivamos compreender o movimento corporal das crianças como parte do desenvolvimento integral das crianças. E também entender como os profissionais trabalham a especificidade do corpo infantil, dos movimentos das crianças durante a rotina da instituição de uma turma de crianças de dois a três anos de idade. Optamos em focalizar a pesquisa na área da Educação Infantil por entender que as crianças desta faixa etária apresentam características importantes no desenvolvimento corporal, visto que muitas vezes na educação infantil o movimento é considerado como ‘indisciplina’, fazendo com que a criança, na maioria das vezes permanece quietas e sentadas em suas cadeiras. Diante de tal propósito, buscamos uma metodologia que nos possibilitasse apreender o movimento corporal da criança e encontramos na pesquisa qualitativa, através da ‘observação participante’, trilhas que nos conduziram à construção de conhecimentos. Como pesquisadora, permanecemos na instituição investigada por quase três meses, em horários intercalados, utilizando o caderno de campo, no qual registramos as observações realizadas, bem como as entrevistas com as professoras da referida turma. Os principais referenciais utilizados para o estudo foram: Vygotsky, Piaget, Vitor Fonseca e Henri Wallon. De acordo com o observado em campo e leituras teóricas, ressaltamos com este estudo a importância do movimento para as crianças e sua contribuição no desenvolvimento infantil pleno.Palavras-chave: educação; educação infantil; maternal II; movimento; sociointeracionismo.

  20. Fatores ambientais associados à diarréia infantil em áreas de assentamento subnormal em Juiz de Fora, Minas Gerais Childhood diarrhea-related to environmental factors in subnormal settlements in Juiz de Fora, Minas Gerais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Júlio César Teixeira

    2005-12-01

    Full Text Available OBJETIVOS: caracterizar a prevalência de diarréia e identificar os fatores associados à essa doença em crianças residentes em áreas de assentamento subnormal. MÉTODOS: utilizou-se um delineamento transversal de base populacional. A amostra estudada totalizou 655 crianças. A coleta de dados foi feita mediante entrevistas domiciliares com a mãe ou com o responsável pela criança. Foram usados modelos de regressão logística para identificar fatores associados à diarréia. RESULTADOS: a prevalência da diarréia foi 17,5%. Os fatores associados à doença incluíram internação da criança no primeiro mês de vida; ser cuidado por terceiros, que não a mãe; maior nível de escolaridade do responsável; e maior tempo de residência, como fatores de proteção. Como fatores de risco individuais, a existência de outra doença; e baixa idade. Como fatores de risco coletivos, o consumo de água de mina; a disposição dos esgotos na rua ou no terreno; o acondicionamento inadequado do lixo; e presença de moscas. CONCLUSÕES: para o combate à diarréia sugere-se atenção especial à saúde e à alimentação de crianças com idade abaixo de cinco anos, incluindo adequadas cobertura e qualidade nos serviços de saneamento ambiental.OBJECTIVES: to determine diarrhea prevalence and to identify factors associated to the condition in children living in subnormal settlement areas. METHODS: a cross-sectional population-based study was used. The sample studied totaled 655 children. Data collection was performed through home interviews with the mother or caretaker. Logistic regression models were used to identify diarrhea associated factors. RESULTS: diarrhea prevalence was of 17.5%. Condition associated factors included child hospitalization during the first month of life; children looked after by others and not the mother; higher education level of the caretaker and longer residency period, as protection factors and as individual risk factors

  1. INFANTILISM: THEORETICAL CONSTRUCT AND OPERATIONALIZATION

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Yelena V. Sabelnikova

    2016-01-01

    Full Text Available The aim of the presented research is to define and operationalize theoretically the concept of infantilism and its construct. The content of theoretical construct «infantilism» is analyzed. Methods. The methods of theoretical research involve analysis and synthesis. The age and content criteria are analysed in the context of childhood and adulthood. The traits which can be interpreted as adult infantile traits are described. Results. The characteristics of adult infantilism in modern world taking into account the increasing of information flows and socio-economic changes are defined. The definition of the concept «infantilism» including its main features is given. Infantilism is defined as the personal organization including features and models of the previous age period not adequate for the real age stage with emphasis on immaturity of the emotional and volitional sphere. Scientific novelty. The main psychological characteristics of adulthood are described as the reflection, requirement to work and professional activity, existence of professional self-determination, possession of labor skills, need for selfrealization, maturity of the emotional and volitional sphere. As objective adulthood characteristics are considered the following: transition to economic and territorial independence of a parental family, and also development of new social roles, such as a worker, spouse, and parent. Two options of a possible operationalization of concept are allocated: objective (existence / absence in real human life of objective criteria of adulthood and subjective (the self-report on subjective feeling of existence / lack of psychological characteristics of adulthood. Practical significance consists in a construct operationalization of «infantilism» which at the moment has so many interpretations. That operationalization is necessary for the further analysis and carrying out various researches. 

  2. Diversão em movimento: um projeto lúdico para crianças hospitalizadas no Serviço de Oncologia Pediátrica do Instituto Materno Infantil Prof. Fernando Figueira, IMIP Ludotherapy for hospitalized children: a ludotherapy program for hospitalized children in the Pediatrics Oncology Unit of the Instituto Materno Infantil Prof. Fernando Figueira, IMIP

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arli Melo Pedrosa

    2007-03-01

    Full Text Available O presente trabalho descreve as atividades lúdicas desenvolvidas na enfermaria de oncologia pediátrica do Instituto Materno Infantil Prof. Fernando Figueira (IMIP, com 60 pacientes portadores de neoplasias malignas, no período de janeiro de 2004 a janeiro de 2005. Descreve também as etapas do Projeto e apresenta os resultados obtidos, correlacionando as etapas do desenvolvimento da aprendizagem com os instrumentos lúdicos utilizados como recurso minimizador do processo de hospitalização, através dos itens mais solicitados, considerando, para essa análise, as idéias de Jean Piaget e Bruno Bettelheim.This paper describes a ludotherapy program implemented in the pediatrics oncology ward of the Instituto Materno Infantil Prof. Fernando Figueira (IMIP with 60 malignant neoplasia patients from January 2004 to January 2005. It describes the phases of the project, demonstrates results obtained, relating learning development phases and ludic tools used as a resource to mitigate hospitalization hardships through the most requested items. Jean Piaget and Bruno Bettelheim concepts were used in this assessment.

  3. Significados culturais da asma infantil Cultural meanings of the infantile asthma

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mirna Albuquerque Frota

    2008-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar os significados culturais da asma infantil com origem na mãe-cuidadora. PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS: Pesquisa qualitativa realizada em 2004, no município de Fortaleza, CE. Foi utilizada a observação participante com abordagem etnográfica e entrevistas com sete mães acompanhantes de seus filhos em unidade de emergência hospitalar. Os significados das falas das mães foram identificados utilizando-se a técnica de análise temática. ANÁLISE DOS RESULTADOS: Foram identificadas duas categorias de discussão; na primeira, "desinformação sobre a doença", foi possível perceber que as mães não são informadas sobre a doença do filho. Na segunda categoria, "cuidado cultural", as mães referem informações sobre os cuidados e utilizam recursos do saber popular para prevenir a asma dos filhos, como o cuidado ambiental e a utilização de remédios caseiros à base de plantas medicinais. CONCLUSÕES: As características de desinformação e desconhecimento materno em relação à asma do filho mostram a necessidade de haver um trabalho educativo intenso, dialógico e problematizador em estreita colaboração com o tratamento, visando à melhoria do prognóstico da doença.OBJECTIVE: To analyze the cultural meanings of infantile asthma from the perspective of the mother/carer of the child. METHODOLOGICAL PROCEDURES: Qualitative research conducted in 2004, in the city of Fortaleza (Northeastern Brazil. An ethnographic approach was utilized, consisting of participant observation and interviews with seven mothers, accompanying their children in a hospital emergency ward. Thematic analysis was the technique employed when identifying the meanings of mothers' discourse. ANALYSIS OF RESULTS: Two discussion categories were identified: "disinformation on illness" in which it was possible to perceive that the mothers were not informed with respect to their children's illness; and "cultural care" in which they relate information on

  4. Infantile osteopetrosis with superimposed rickets.

    Science.gov (United States)

    Gonen, Korcan Aysun; Yazici, Zeynep; Gokalp, Gokhan; Ucar, Ayse Kalyoncu

    2013-01-01

    Rickets is a complication of infantile osteopetrosis and pre-treatment recognition of this complication is important. To describe four children with infantile osteopetrosis complicated by rickets (osteopetrorickets) and review the relevant literature. Retrospective chart analysis of four infants with osteopetrorickets and a systematic review of the relevant literature. We saw five children with infantile osteopetrosis, of whom four had superimposed rickets, for a period of 12 years. The review of the literature (including the current four children), yielded 20 children with infantile osteopetrorickets. The children ranged in age from 2 months to 12 months. In all children, hepatosplenomegaly was found. Sixteen (80%) children had visual impairments and eight (40%) children had hearing impairments. Serum calcium-phosphorus product was less than 30 in 18 children (90%). Twelve children (60%) were hypocalcemic and 18 (90%) were hypophosphatemic. In all children, the radiological examination demonstrated diffuse bony sclerosis and metaphyseal splaying and fraying of long bones. Five children (25%) had pathological fracture of extremities and 15 (75%) had rachitic rosary. Rickets as a complication to infantile osteopetrosis is not uncommon. Skeletal roentgenograms are of critical importance in the diagnosis of both osteopetrosis and superimposed rickets.

  5. Mortalidade por leucemias relacionada à industrialização Mortality by industrialization-related leukemias

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carmen Helena Seoane Leal

    2002-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a distribuição espacial da mortalidade por leucemia na população, buscando identificar agregados e estabelecer sua relação com os níveis de industrialização. MÉTODOS: O estudo foi realizado nas 43 regiões de governo do Estado de São Paulo, no qüinqüênio 1991-1995. Foi construído um "índice de industrialização relativo à leucemia" (IIRL baseado no número de indústrias e empregos industriais por 100.000 habitantes, valor adicionado fiscal, variedade de ramos industriais e indústrias com potenciais exposições de risco para a leucemia. O IIRL foi distribuído em cinco categorias. Verificaram-se os coeficientes padronizados de mortalidade por leucemia em cada uma das regiões, também distribuídos em cinco categorias e comparados ao mapa IIRL. RESULTADOS: As regiões mais industrializadas em ordem decrescente foram Campinas, Piracicaba, Jundiaí, Sorocaba e São Paulo. Não foi encontrada associação entre mortalidade, por nenhum tipo de leucemia, e industrialização. A região de Jales foi a que apresentou o mais alto coeficiente padronizado de mortalidade por leucemia. CONCLUSÕES: A distribuição da mortalidade por leucemia ocorreu de forma homogênea no Estado de São Paulo, não apresentando correlação com o nível de industrialização. Entretanto, aspectos relacionados ao método epidemiológico adotado -- estudo ecológico -- e ao uso do parâmetro "mortalidade por leucemia", doença cujo prognóstico tem mudado muito nas últimas décadas, limitaram a interpretação dos resultados.OBJECTIVE: To analyze the spatial distribution of mortality by leukemia in the population, looking for clusters, and to establish an association with the level of industrialization. METHOD: The study was carried out in 43 state regions of the state of São Paulo, Brazil, in the period between 1991 and 1995. It was created an Index of Industrialization-Related Leukemia (IIRL based on number of manufactures and

  6. Situação de mendicância, trabalho precoce e prostituição infantil envolvendo crianças e adolescentes em Londrina, Estado do Paraná - 2006 = Situation of mendicancy, child labor and child prostitution against children and teenagers in Londrina, Paraná State – 2006

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Christine Baccarat de Godoy Martins

    2009-01-01

    Full Text Available Nas últimas décadas, a importância da infância e adolescência e a necessidade de proteção deste grupo têm mobilizado sociedades no sentido de notificarem aos órgãos competentes situações de risco em que figuram crianças e adolescentes. A pesquisa, de natureza descritiva, objetivou estudar as circunstâncias da mendicância, trabalho e prostituição infantil envolvendo menores de 15 anos residentes em Londrina, Estado do Paraná, notificadas aos Conselhos Tutelares, em 2006. Os dados foram coletados nos prontuários dos Conselhos Tutelares, utilizando-se formulário com questões fechadas, eanalisados pelo programa Epi Info. Foram estudados 27 casos, 55,6% de meninas e 44,4% de meninos, com idades de 11 anos para os meninos (33,3% e oito anos para as meninas (26,7%. Os principais agressores foram a mãe (37,0% e o pai (37,0%, com idade predominante de 30 a 34 anos para os homens (58,3% e de 20 a 24 para as mulheres(40,0%. Entre os meninos, destacou-se trabalho infantil (58,3% e mendicância (41,7%. Entre as meninas, mendicância (53,3%, prostituição (33,3% e trabalho infantil (13,3%. É preciso ressaltar a necessidade de que a sociedade como um todo combata esses tipos deviolência tão desastrosos para a criança e o adolescente. Deve ser prioritária a participação de todos os segmentos sociais, instâncias executivas e legislativas a fim de formular, acompanhar e avaliar políticas voltadas para a redução do trabalho infantil, da problemática das crianças de rua e, principalmente, da exploração sexual de crianças e adolescentes. In recent decades, the importance of childhood and adolescence and the necessity of protection for these groups have moved societies towards notifying the competent authorities of risk situationsinvolving children and teenagers. This study aims to reveal the circumstances of mendicancy, child labor and prostitution involving minors under age 15, residing in Londrina, Paraná State, notified to

  7. Reversible infantile mitochondrial diseases.

    Science.gov (United States)

    Boczonadi, Veronika; Bansagi, Boglarka; Horvath, Rita

    2015-05-01

    Mitochondrial diseases are usually severe and progressive conditions; however, there are rare forms that show remarkable spontaneous recoveries. Two homoplasmic mitochondrial tRNA mutations (m.14674T>C/G in mt-tRNA(Glu)) have been reported to cause severe infantile mitochondrial myopathy in the first months of life. If these patients survive the first year of life by extensive life-sustaining measures they usually recover and develop normally. Another mitochondrial disease due to deficiency of the 5-methylaminomethyl-2-thiouridylate methyltransferase (TRMU) causes severe liver failure in infancy, but similar to the reversible mitochondrial myopathy, within the first year of life these infants may also recover completely. Partial recovery has been noted in some other rare forms of mitochondrial disease due to deficiency of mitochondrial tRNA synthetases and mitochondrial tRNA modifying enzymes. Here we summarize the clinical presentation of these unique reversible mitochondrial diseases and discuss potential molecular mechanisms behind the reversibility. Understanding these mechanisms may provide the key to treatments of potential broader relevance in mitochondrial disease, where for the majority of the patients no effective treatment is currently available.

  8. Incorrecciones del habla infantil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    María del Pino LECUONA NARANJO

    2009-11-01

    Full Text Available En el presente trabajo se pretende dar una visión de algunos rasgos característicos del lenguaje infantil, centrándonos especialmente en el estudio de los niños de 4 a 6 años de edad. Es pues, su finalidad fundamental la descripción y análisis de los rasgos que se pueden observar en la expresión verbal de los preescolares. Las diversas peculiaridades que van a ser objeto de examen se refieren a la emisión de incorrecciones de carácter fonético, morfológico y semántico. El análisis unificado de estos tres factores responde a la consideración de que todos surgen como consecuencia de un proceso de simplificación lingüística originado por un estado inconcluso de desarrollo del lenguaje.

  9. NUESTRA PORTADA Juegos infantiles

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ramon Balius i Juli

    2008-09-01

    Full Text Available En Nuestra Portada se muestra un fragmento de la obra Juegos Infantiles (Kinderspelen, original del pintor flamenco Pieter Bruegel el Viejo. Pieter Bruegel ha sido un artista de valoración tardía. No fue hasta principios del siglo xx que la grandeza de su arte mereció el reconocimiento de los críticos. Sorprendentemente es prácticamente desconocido en su etapa de formación, porque únicamente existe una corta descripción biográfica publicada en 1604 por Van Manden. En esta bibliografía, Bruegel era presentado como un ignorante dedicado a la pintura cómica y campestre. Según Van Manden, había nacido en Bruegel, un pueblo cercano a Breda, del cual tomó el apellido. Esta afirmación es falsa, porque parece probado que lo había heredado de su padre. La realidad es, como señala en 1567 Ludovic Guicciardini, que “Pietro Brueghel de Breda es un gran imitador de la ciencia y de la fantasía de Hieronymus Bosco”. El año de nacimiento es incierto y se sitúa entre 1525 y 1530.

  10. Mortalidade por causas relacionadas ao aborto no Brasil: declínio e desigualdades espaciais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bruno Gil de Carvalho Lima

    2000-03-01

    Full Text Available Além de constituir causa freqüente de internamentos obstétricos em países pobres, o aborto representa a incapacidade do sistema público de saúde de prover informação suficiente sobre métodos contraceptivos para prevenir gestações em vez de interrompê-las. No Brasil, as altas taxas de utilização de serviços de saúde por abortamentos refletem as dificuldades persistentes de contracepção e planejamento familiar. Além disso, a mortalidade por aborto serve como indicador da qualidade dos procedimentos abortivos, um ponto importante num país onde tal prática é ilegal e, portanto, clandestinamente realizada. No presente estudo, analisamos as taxas de mortalidade por causas relacionadas ao aborto entre mulheres de 10 a 54 anos de idade, incluindo aquelas que morreram por abortamentos espontâneos e provocados, de 1980 a 1995, segundo região de residência. As informações utilizadas foram obtidas do banco de dados sobre mortalidade do Sistema Único de Saúde --Ministério da Saúde. Dados sobre população foram obtidos junto à Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Estudaram-se 2 602 óbitos. Do total de óbitos, 15% foram devidos a aborto retido, aborto espontâneo e aborto induzido com indicação legalmente admitida. Oitenta e cinco por cento dos óbitos foram causados por aborto induzido sem indicação legalmente admitida e por aborto sem causa especificada. Os coeficientes de mortalidade por causas relacionadas ao aborto têm decrescido continuamente no Brasil, mas tais avanços têm-se distribuído desigualmente no país. A região que apresentou a menor queda na taxa (38% em 15 anos foi o Nordeste. As mulheres que morreram por aborto tiveram uma média de idade decrescente no período estudado.

  11. Fatores de risco para mortalidade hospitalar nas reoperações valvares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    BRANDÃO Carlos Manuel de Almeida

    2002-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar fatores de risco para mortalidade hospitalar em reoperações valvares. MÉTODO: Foi realizada análise prospectiva de 194 pacientes submetidos a reoperações valvares no período entre julho de 1995 e junho de 1999. As variáveis estudadas foram: sexo, idade, classe funcional, número e tipo de operações prévias, intervalo entre as operações, caráter da operação, creatinina sérica, fração de ejeção do ventrículo esquerdo, diâmetros diastólico e sistólico do ventrículo esquerdo, pressão sistólica de ventrículo direito, atividade de protrombina, relação do tempo de tromboplastina parcial ativada, contagem de plaquetas, tempo de circulação extracorpórea, tempo de pinçamento aórtico, posição e número de valvas, tipo de procedimento, operações associadas e volume de sangramento intra-operatório. Análise univariada e multivariada foi realizada para determinar os fatores de risco para mortalidade hospitalar. RESULTADOS: A mortalidade hospitalar foi de 8,8% (17 pacientes. A análise univariada identificou as seguintes variáveis associadas a maior mortalidade: classe funcional avançada, fração de ejeção do ventrículo esquerdo baixa, atividade de protrombina baixa, creatinina elevada, tempo de circulação extracorpórea prolongado, tempo de pinçamento aórtico prolongado, procedimentos associados e volume de sangramento intra-operatório elevado. Na análise multivariada foram significativas: classe funcional IV, creatinina > 1,5 mg/dl e tempo de circulação extracorpórea > 120 minutos. CONCLUSÕES: As variáveis classe funcional IV, creatinina > 1,5 mg/dl e tempo de circulação extracorpórea > 120 minutos são fatores de risco independentes para mortalidade hospitalar nas reoperações valvares.

  12. Organizando el aula infantil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    María Luisa GARCÍA RODRÍGUEZ

    2009-11-01

    Full Text Available RESUMEN: La organización del aula es una importante "herramienta" en manos de la educadora o el educador, especialmente en las primeras edades. En consecuencia, es necesario poner todo el cuidado y atención posibles para conseguir un ambiente, a la vez agradable y práctico, que favorezca la vida y el aprendizaje de los niños y niñas de cero a seis años. Al principio de cada curso escolar se planificarán los aspectos físicos del aula, se organizarán los materiales y se distribuirá el tiempo. Para ello, deberán ser tenidas en cuenta las necesidades infantiles y los ámbitos madurativos en los que cada niña y cada niño deben progresar.ABSTRACT: The organization of the classroom is an important "tool" in the hands of the educator, especially during the early years. Consequently, it is necessary to take great care and give as much attention as possible to achieving an environment which is both pleasant and practical, as well as favourable to the lives and learning of children under six years of age. At the beginning of the school year the physical aspects of the classroom will be planned, the material organized and time distributed. For this purpose, the needs of the children, and the areas in which each child should advance and mature, must be taken into account.

  13. Hiperostosis cortical infantil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Salvador Javier Santos Medina

    2015-04-01

    Full Text Available La enfermedad de Caffey, o hiperostosis cortical infantil, es una rara enfermedad ósea autolimitada, que aparece de preferencia en lactantes con signos inespecíficos sistémicos; el más relevante es la reacción subperióstica e hiperostosis en varios huesos del cuerpo, con predilección en el 75-80 % de los casos por la mandíbula. Su pronóstico es bueno, la mayoría no deja secuelas. El propósito del presente trabajo es describir las características clínicas, presentes en un lactante de cinco meses de edad, atendido en el Hospital Pediátrico Provincial “Mártires de Las Tunas” con este diagnóstico, quien ingresó en el servicio de miscelánea B por una celulitis facial. Presentaba aumento de volumen en la región geniana izquierda, febrícola e inapetencia. Se impuso tratamiento con cefazolina y se egresó a los siete días. Acudió nuevamente con tumefacción blanda y difusa de ambas hemicaras, irritabilidad y fiebre. Se interconsultó con cirugía maxilofacial, se indicaron estudios sanguíneos y radiológicos. Se diagnosticó como enfermedad de Caffey, basado en la edad del niño, tumefacción facial sin signos inflamatorios agudos e hiperostosis en ambas corticales mandibulares a la radiografía AP mandíbula; unido a anemia ligera, leucocitosis y eritrosedimentación acelerada. El paciente se trató sintomáticamente y con antinflamatorios no esteroideos. Esta rara entidad se debe tener presente en casos de niños y lactantes con irritabilidad y fiebre inespecífica

  14. Estratificación socioeconómica y salud materno infantil en México

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Javier Echarri Cánovas

    2004-01-01

    Full Text Available El objetivo del artículo es el estudio de la salud de los niños en México, mediante un análisis que tenga como eje la diferenciación social, la atención a la salud materno infantil y la estructura familiar. Se argumenta la necesidad de prestar mas atención al análisis de los determinantes que de los indicadores de salud, en virtud de las características de información disponible y de los niveles de mortalidad infantil. Un aspecto metodológico importante es que los estratos socioeconómicos actúan como variables intermedias tanto de las biodemográficas —edad, paridad y espaciamiento— como de la atención a la salud, por lo que el análisis de la mortalidad infantil no puede llevarse a cabo con las herramientas usuales, como las regresiones lineales, ya que se violaría el supuesto de la independencia de las variables explicativas. Al efectuar análisis por separado en cada estrato social vemos que los efectos de las variables consideradas son totalmente distintos. Si bien esto puede deberse al escaso número de eventos, ratifica nuestra hipótesis de que se debe proceder al análisis por separado en cada estrato, privilegiando la atención a la salud como la variable más importante.

  15. Factores de riesgo de mortalidad precoz del Trasplante Pulmonar

    OpenAIRE

    Kreis Esmendi, Germán

    2006-01-01

    Consultable des del TDX Títol obtingut de la portada digitalitzada A pesar de la experiencia acumulada, la mortalidad postoperatoria temprana del trasplante pulmonar continua siendo elevada. Los factores asociados a este evento permanecen siendo controvertidos. Objetivo: Revisar la serie de trasplantes pulmonares realizados en el Hospital Vall d' Hebron para establecer la supervivencia acumulada e identificar los factores asociados con riesgo de mortalidad postoperatoria precoz. Pacient...

  16. Óbitos infantis evitáveis em hospital de referência estadual do Nordeste brasileiro Avoidable infant deaths at a reference hospital in Northeast Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suely Arruda Vidal

    2003-09-01

    Full Text Available OBJETIVOS: classificar os óbitos de menores de um ano ocorridos de janeiro a dezembro de 2000, em hospital de referência em Pernambuco, segundo critérios de evitabilidade da causa básica. MÉTODOS: estudo descritivo de corte transversal, utilizando-se como fonte de dados o Sistema de Informação sobre Mortalidade, processado na instituição. As causas básicas presentes nas Declarações de Óbitos, corrigidas a partir do prontuário médico e codificadas segundo as regras da 10 revisão da Classificação Internacional de Doenças, foram agrupadas segundo os critérios de evitabilidade de óbitos propostos pela Fundação SEADE em 1991. Calculou-se o coeficiente de mortalidade infantil hospitalar. RESULTADOS: a maioria dos óbitos estava classificada entre as causas reduzíveis por medidas de atenção à saúde, com mortalidade proporcional de 77,4% (infantil, 75,3% (neonatal e 60,1% (pós-neonatal representando um coeficiente de mortalidade infantil hospitalar de 103,7 óbitos por 1.000 internações. Quase metade era neonatos, desses, 31% eram reduzíveis por diagnóstico e tratamento precoces. No grupo pós-neonatal, 44% foram causadas principalmente pelas doenças infecciosas intestinais e do aparelho respiratório. CONCLUSÕES: os altos percentuais de mortes por causas evitáveis, sugerem problemas de acesso aos serviços de saúde, cobertura e/ou na qualidade da assistência prestada.OBJECTIVES: to classify deaths of children under one year old from January to December 2000, at a public Hospital of Pernambuco, according to avoidable basic causes of death. METHODS: descriptive cross sectional study using data from the Information System on Mortality processed at the Hospital. The basic causes stated in Death Certificates collected from the medical records and codified under the rules of the Tenth International Disease Classification were grouped according to the criteria proposed by the SEADE Foundation (1991. The coefficient of

  17. La gripe española y crisis de mortalidad en Salta, Argentina. A principios del siglo XX

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adrián Carbonetti

    2013-07-01

    Full Text Available La sociedad salteña, a principios del siglo XX, se caracterizaba por importantes desigualdades de tipo social, que a su vez cristalizaban en problemas en el ámbito de la salud y la educación. Con tasas de mortalidad general e infantil muy altas, ocasionadas por el impacto de dolencias endémicas y epidémicas, la población debía lidiar con graves problemas de salud. No obstante, en 1919 esa situación se agravó, a las epidemias y endemias se sumó la segunda oleada de la pandemia de “gripe española” generando una crisis de mortalidad. En este artículo se pretende analizar el papel  que habría tenido  la segunda oleada de gripe española en la provincia y en los Departamentos de la misma que habría generado esta crisis. Para ello se realiza un análisis de carácter cuantitativo con base a datos provistos por la Dirección de Estadísticas de la Provincia de Salta (Argentina, con los cuales se generarán tasas de mortalidad y sobremortalidad que se relacionarán con datos provistos por el censo de población de 1914 proyectados, este análisis será relacionado con datos cualitativos que provee el único  periódico de la época encontrado.

  18. Ocorrência dos indicadores de risco para a deficiência auditiva infantil no decorrer de quatro anos em um programa de triagem auditiva neonatal de um hospital público Occurence of risk indicators for hearing loss over four years in a neonatal hearing screening program of a public hospital

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliara Pinto Vieira

    2007-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Comparar a ocorrência dos indicadores de risco para a deficiência auditiva infantil ao longo de quatro anos, em um Programa de Triagem Auditiva Neonatal. MÉTODOS: Foram pesquisados os prontuários de 382 recém nascidos prematuros nascidos no Hospital São Paulo, de 2000 a 2004. RESULTADOS: Em 2000, encontramos 5,9% de casos de antecedentes familiares/consangüinidade, a qual aumentou de forma estatisticamente significante para 13,6% em 2003. A ventilação mecânica aumentou de forma estatisticamente significante de 24,6% casos em 2000, para 40,2% em 2004. O número de convulsões em RN foi de 4,2% em 2000 para 9,8% em 2004, aumento estatisticamente significante. Encontramos 11,0% de casos de infecção congênita em 2000, o que caiu para 4,3% em 2003. No ano de 2002, houve apenas um caso de sífilis, sendo que a ocorrência destas doenças diminuiu nos últimos anos. O HPIV foi de 15,3% no ano 2000 para 5% em 2003, com redução estatisticamente significante. Os casos de malformação caíram de 3,4% no ano 2000 para 0,7% em 2003. Os casos de ototoxicidade diminuíram de forma estatisticamente significante de 43,2% em 2000 para 30,0% em 2003. CONCLUSÃO: A análise estatística revelou aumento significante da ocorrência dos antecedentes familiares para a deficiência auditiva, do uso de ventilação mecânica e das convulsões neonatais. Os casos de infecção congênita e hemorragia periintraventricular diminuíram estatisticamente do ano 2000 para 2004. Os casos de malformação, baixo peso e ototoxicidade variaram de forma aleatória entre os anos estudados. E alguns indicadores de risco se mantiveram sem alterações estatisticamente significantes.PURPOSE: To compare the occurrence of risk indicators for hearing loss in children over a period of four years, in a Neonatal Hearing Screening Program. METHODS: Three hundred and eighty-two files of preterm infants born at Hospital São Paulo in the period from 2000 to 2004 were

  19. Literatura infantil: espaço lúdico na Unidade Básica de Saúde do Bairro Boa Esperança em Sinop no Estado de Mato Grosso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Osmilda Pereira da Silva Albuquerque

    2014-03-01

    Full Text Available Este artigo aborda a utilização da literatura infantil na Unidade Básica de Saúde. Teve como objetivo identificar o conhecimento de profissionais da saúde sobre essa temática, possibilitando desenvolver práticas que integram educação e saúde, através da literatura infantil. O método utilizado foi o participativo com abordagem qualitativa, coletados através de entrevistas gravadas e transcritas. Os dados demonstraram que os profissionais da saúde, não têm conhecimento da temática abordada, mais são favoráveis a criação de um espaço lúdico pedagógico, para que incentive as crianças a leitura. Palavras-chave: ludicidade; saúde e educação; pedagogia.

  20. Ingreso Temprano al Control Prenatal en una Unidad Materno Infantil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Delia Moya-Plata

    2010-12-01

    Full Text Available Introducción: El control prenatal se define como todas las acciones y procedimientos, sistemáticos y periódicos, destinados a la prevención, diagnostico y tratamiento de los factores que pueden coordinar la morbilidad y mortalidad materna y perinatal. La muerte de una madre es una tragedia evitable que afecta una vida joven llena de grandes esperanzas; es una de las experiencias más traumáticas que puede sufrir una familia y afecta seriamente el bienestar, la supervivencia y el desarrollo de los hijos, especialmente de los más pequeños. Todo lo anterior trae como consecuencia el debilitamiento de la estructura social en general. Materiales y Métodos: Es un estudio descriptivo de corte transversal, en el cual, se identificaron aspectos importantes como las variables sociodemográficas, clínicas, barreras de acceso y adherencia para el ingreso temprano al control prenatal de las gestantes que consultan a una unidad materno infantil. Resultados: El control prenatal representa una estrategia básica que permite identificar factores de riesgo y alteraciones fisiológicas en toda paciente gestante. Los resultados expresados en Le presente trabajo muestran el impacto favorable cuando no inciden las variables de riesgo. Discusión y Conclusiones: Queda demostrado que con un número suficiente de controles prenatales y efectuados en forma precoz, estas pacientes pueden ser contenidas en su situación y se llega a disminuir en forma muy importante la mortalidad perinatal. (Rev Cuid 2010;1(1:44-52.Palabras clave: Atención Prenatal, Factores Epidemiológicos, Accesibilidad a los Servicios de Salud. (Fuente: DeCS BIREME.

  1. [Spanish consensus on infantile haemangioma].

    Science.gov (United States)

    Baselga Torres, Eulalia; Bernabéu Wittel, José; van Esso Arbolave, Diego L; Febrer Bosch, María Isabel; Carrasco Sanz, Ángel; de Lucas Laguna, Raúl; Del Pozo Losada, Jesús; Hernández Martín, Ángela; Jiménez Montañés, Lorenzo; López Gutiérrez, Juan Carlos; Martín-Santiago, Ana; Redondo Bellón, Pedro; Ruíz-Canela Cáceres, Juan; Torrelo Fernández, Antonio; Vera Casaño, Ángel; Vicente Villa, María Asunción

    2016-11-01

    Infantile haemangiomas are benign tumours produced by the proliferation of endothelial cells of blood vessels, with a high incidence in children under the age of one year (4-10%). It is estimated that 12% of them require treatment. This treatment must be administered according to clinical practice guidelines, expert experience, patient characteristics and parent preferences. The consensus process was performed by using scientific evidence on the diagnosis and treatment of infantile haemangiomas, culled from a systematic review of the literature, together with specialist expert opinions. The recommendations issued were validated by the specialists, who also provided their level of agreement. This document contains recommendations on the classification, associations, complications, diagnosis, treatment, and follow-up of patients with infantile haemangioma. It also includes action algorithms, and addresses multidisciplinary management and referral criteria between the different specialities involved in the clinical management of this type of patient. The recommendations and the diagnostic and therapeutic algorithms of infantile haemangiomas contained in this document are a useful tool for the proper management of these patients. Copyright © 2015 Asociación Española de Pediatría. Publicado por Elsevier España, S.L.U. All rights reserved.

  2. Infantile nystagmus and visual deprivation

    DEFF Research Database (Denmark)

    Fledelius, Hans C; Jensen, Hanne

    2014-01-01

    PURPOSE: To evaluate whether effects of early foveal motor instability due to infantile nystagmus might compare to those of experimental visual deprivation on refraction in a childhood series. METHODS: This was a retrospective analysis of data from the Danish Register for Blind and Weaksighted Ch...

  3. Manipulative therapies for infantile colic

    NARCIS (Netherlands)

    Dobson, D.; Lucassen, P.L.; Miller, J.J.; Vlieger, A.M.; Prescott, P.; Lewith, G.

    2012-01-01

    BACKGROUND: Infantile colic is a common disorder, affecting around one in six families, and in 2001 was reported to cost the UK National Health Service in excess of pound65 million per year (Morris 2001). Although it usually remits by six months of age, there is some evidence of longer-term sequelae

  4. Mortalidade e incapacidade por doenças relacionadas à exposição ao tabaco no Brasil, 1990 a 2015

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bruno Piassi de São José

    Full Text Available RESUMO: Introdução: A epidemia global do tabaco já assumiu proporções de pandemia, com cerca de 1,3 bilhão de usuários e 6 milhões de mortes anuais. Objetivo: Este trabalho teve como objetivo analisar as tendências de mortalidade por doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC e câncer de pulmão, lábios, cavidade oral, faringe e esôfago, no Brasil, entre 1990 e 2015. Métodos: O estudo foi viabilizado mediante parceria entre o Instituto Métricas e Avaliação em Saúde (IHME, da Universidade de Washington, Ministério da Saúde e o grupo técnico GBD Brasil, utilizando análise de estimativas do estudo Carga Global de Doenças 2015. Resultados: As taxas de mortalidade por DPOC caíram, já que, em 1990, foi de 64,5/100.000 habitantes e, em 2015, 44,5, queda de 31%. Para os vários tipos de câncer relacionados ao tabaco, a queda foi em menor proporção do que a verificada para DPOC. A mortalidade por câncer de pulmão permaneceu estável, com taxa de 18,7/100.000 habitantes, em 1990, e 18,3/100.000 habitantes, em 2015. Entre as mulheres, observa-se curva ascendente, com aumento de 20,7%. Discussão: O estudo aponta o tabaco como fator de risco para mortalidade prematura e incapacidades por DPOC e câncer. A importante redução da prevalência do tabaco nas últimas décadas poderia explicar reduções nas tendências de doenças relacionadas com o tabaco. A maior mortalidade por câncer de pulmão em mulheres pode expressar o aumento tardio do tabagismo nesse sexo. Conclusão: Ações nacionais nas últimas décadas têm tido grande efeito na diminuição da mortalidade de doenças relacionadas ao tabaco, mas ainda há grandes desafios, principalmente quando se trata de mulheres e jovens.

  5. Mortalidade por armas de fogo no estado do Rio de Janeiro, Brasil: uma análise espacial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Szwarcwald Célia Landman

    1998-01-01

    Full Text Available O aumento da mortalidade por armas de fogo no estado do Rio de Janeiro, Brasil, tem tomado um aspecto alarmante. O objetivo deste estudo foi caracterizar a evolução temporal da mortalidade por armas de fogo neste estado, no período de 1979 a 1992, conforme sexo, idade e região de residência (capital, cinturão metropolitano e interior do estado e estudar a propagação da epidemia ao longo do tempo e do espaço, com a utilização de técnicas de análise estatística espacial. No período analisado, a mortalidade por armas de fogo teve o seu maior crescimento entre adolescentes de 15 a 19 anos, do sexo masculino; estas taxas variaram de 13 a 16% para este grupo, conforme a região de residência. Para o grupo das crianças de 10 a 14 anos, a mortalidade por armas de fogo teve um acréscimo de 10% ao ano. Foi nítida a interiorização da mortalidade por armas de fogo. No início da série, observou-se uma direção preferencial de disseminação, ao longo dos municípios situados na costa leste do estado, acompanhando o trajeto de uma rodovia federal. Entre 1990 e 1992, entretanto, a difusão ocorreu em praticamente todas as direções. A constatação empírica da expansão generalizada da mortalidade por armas de fogo nega as afirmações corriqueiras de concentração da violência nos bolsões de pobreza das metrópoles brasileiras. Os programas para prevenir e controlar a epidemia devem abordar o problema sob diferentes aspectos, enfocando questões tanto no plano coletivo (proliferação de armas entre a população vinculada ao contrabando internacional de armas, aumento da criminalidade, expansão do tráfico de drogas e exclusão de oportunidades sociais, assim como no plano individual (relações e interações dos jovens com seu ambiente, em nível da família, da escola e da sociedade.

  6. Pequenos para idade gestacional: fator de risco para mortalidade neonatal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Almeida Márcia Furquim de

    1998-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estudar as variáveis contempladas na Declaração de Nascimento (DN como possíveis fatores de risco para nascimentos pequenos para a idade gestacional (PIG e o retardo de crescimento intra-uterino como fator de risco para a mortalidade neonatal. MATERIAL E MÉTODO: As variáveis existentes na DN foram obtidas diretamente de prontuários hospitalares. Os dados referem-se a uma coorte de nascimentos obtida por meio da vinculação das declarações de nascimento e óbito, correspondendo a 2.251 nascimentos vivos hospitalares, de mães residentes, ocorridos no Município de Santo André, Região Metropolitana de São Paulo, no período de l/1 a 30/6/1992, e aos óbitos neonatais verificados nessa coorte. RESULTADOS: Obteve-se a proporção de 4,3% de nascimentos PIG, significativamente maior entre os recém-nascidos de pré-termo e pós-termo, entre os nascimentos cujas mães tinham mais de 35 anos de idade e grau de instrução inferior ao primeiro grau completo. Os recém-nascidos PIG apresentam maior risco de morte neonatal que aqueles que não apresentavam sinais de retardo de crescimento intra-uterino. CONCLUSÕES: Em áreas com menor freqüência de baixo peso ao nascer, é importante investigar a presença de retardo de crescimento intra-uterino entre os nascimentos prematuros e não apenas nos nascimentos de termo. O registro da data da última menstruação (ou da idade gestacional em semanas não agregadas na DN facilitaria a detecção de PIGs na população de recém-nascidos.

  7. «Não quero brincar»: a avaliação psicológica e diagnóstica em saúde mental infantil

    OpenAIRE

    Almeida, Sara; Silva, Leonor Corrêa da; Fornelos, Margarida

    2003-01-01

    A Avaliação Psicológica pode desempenhar um papel de crucial importância na compreensão do funcionamento mental infantil. Através da utilização de instrumentos psicométricos pré-definidos e estandardizados é possível aceder a uma melhor compreensão dinâmica dos potenciais cognitivos e organização estrutural de personalidade, permitindo ainda uma análise de comportamentos, atitudes e reacções no setting da avaliação psicológica. Através da apresentação de um caso clínico de um rapaz de 4 anos,...

  8. Impacto de la resistencia a antimicrobianos y de serotipos de Streptococcus pneumoniae en la mortalidad de niños menores de 5 años con enfermedad invasora

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ríos Ana María

    1999-01-01

    antimicrobianos. En el desarrollo de una vacuna deberían tenerse en cuenta las diferencias de mortalidad según los serotipos, a fin de lograr un mayor impacto en la morbilidad y mortalidad infantiles por enfermedad de origen neumocócico.

  9. Impacto de la resistencia a antimicrobianos y de serotipos de Streptococcus pneumoniae en la mortalidad de niños menores de 5 años con enfermedad invasora

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana María Ríos

    1999-02-01

    antimicrobianos. En el desarrollo de una vacuna deberían tenerse en cuenta las diferencias de mortalidad según los serotipos, a fin de lograr un mayor impacto en la morbilidad y mortalidad infantiles por enfermedad de origen neumocócico.

  10. Internações por complicações obstétricas na gestação e desfechos maternos e perinatais, em uma coorte de gestantes no Sistema Único de Saúde no Município de São Paulo, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Barbara Laisa Alves Moura

    2018-02-01

    Full Text Available A morbidade materna, a mortalidade neonatal e a mortalidade fetal são importantes indicadores da saúde materna infantil. O estudo tem por objetivo descrever desfechos maternos e perinatais (baixo peso ao nascer, prematuridade, óbito fetal e neonatal, internações pós-parto e readmissão dos recém-nascidos de uma coorte de gestantes cujos partos foram financiados pelo Sistema Único de Saúde (SUS no Município de São Paulo, Brasil, no segundo semestre de 2012. Foi obtida uma coorte retrospectiva de 55.404 gestantes com vinculação (determinística e probabilística das informações do Sistema de Informações Hospitalares do SUS (SIH/SUS, Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (SINASC, Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM e Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES. Internações por complicações obstétricas da gestação ocorreram em 4,3% das gestantes. Diagnósticos mais frequentes foram: infecções, doenças hipertensivas e diabetes. As internações prévias ao parto foram mais frequentes nas gestantes a partir de 35 anos, de gestações múltiplas e com baixa escolaridade. As internações das gestantes no pós-parto foram 3 vezes maior e a mortalidade materna 9 vezes maior entre as gestantes com internação prévia por complicações obstétricas. Os desfechos perinatais (mortalidade fetal e neonatal, prematuridade e baixo peso ao nascer foram 2 vezes mais frequentes entre os conceptos de gestantes com internação prévia que aquelas sem internação. Comportamento semelhante foi encontrado com relação à internação dos recém-nascidos logo após o parto e na readmissão hospitalar. Desfechos maternos e perinatais negativos foram mais frequentes em gestantes com internação prévia ao parto.

  11. Pedagogia de Projetos como metodologia no trabalho com a educação infantil

    OpenAIRE

    Patricia Frageri

    2016-01-01

    Este artigo teve como tema a Pedagogia de Projetos como metodologia no trabalho com a Educação Infantil e a pesquisa foi realizada na escola Gente Feliz de Sinop. A investigação teve como objetivo conhecer em que consiste a metodologia de trabalho pautada na pedagogia de projetos, e suas interfaces, no contexto da educação infantil. Os instrumentos de pesquisa foram entrevista e questionário com duas professoras. Os resultados mostram que a instituição prioriza a metodologia de trabalho por p...

  12. Em busca da eficiência: visibilidade internacional da produção científica dos programas brasileiros de pós-graduação em saúde infantil e do adolescente entre 1998 e 2003 Pursuing efficiency: international visibility of the scientific production of Brazilian graduate programs in child and adolescent health from 1998 through 2003

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo Z. Goldani

    2007-10-01

    Full Text Available OBJETIVO:Avaliar a tendência do número de publicações oriundos dos programas de pós-graduação brasileiros em saúde da criança e do adolescente e a proporção de citações desses artigos no MEDLINE e no Journal Citation Reports (JCR, utilizando a primeira base de dados como medida de eficiência e a última como indicador de visibilidade. MÉTODOS: Avaliamos 14 programas de pós-graduação quanto ao número de teses, dissertações e artigos citados no MEDLINE e JCR, através de dados secundários das duas últimas avaliações trienais realizadas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES, de 1998 até 2000 e de 2001 até 2003. RESULTADOS:O número de artigos publicados aumentou (de 1.520 para 1.917, bem como o número mediano de artigos citados tanto no MEDLINE (de 32,5 para 45 como no JCR (de 24,5 para 27. O número mediano de dissertações aumentou de 19,5 para 26,5; o número mediano de teses cresceu de 12 para 13,5. O número mediano de orientadores diminuiu (de 21,5 para 18,4. CONCLUSÃO: Os programas de pós-graduação em saúde infantil e do adolescente tornaram-se mais eficientes quanto à produção de conhecimento através da publicação de mais artigos com maior visibilidade internacional. Tal tendência foi acompanhada contraditoriamente pela redução no número de orientadores.OBJECTIVE:To assess the trend in the number of published articles by Brazilian graduate programs in child and adolescent health and the proportion of such publications cited in MEDLINE and Thomson Scientific's Journal Citation Reports (JCR, using the former database as a proxy for efficiency and the latter as an indicator of visibility. METHODS: We assessed the trends of 14 graduate programs concerning the number of theses, dissertations, and articles cited in MEDLINE and JCR, through secondary data from the latest two triennial evaluations carried out by the Brazilian Federal Agency for the Improvement of

  13. Insegurança alimentar, vínculo mãe-filho e desnutrição infantil em área de alta vulnerabilidade social Food insecurity, mother-child bonding and child malnutrition in a high social vulnerability area

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Viviane Laudelino Vieira

    2010-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: analisar a insegurança alimentar e o vínculo inadequado mãe-filho como dois potenciais determinantes da desnutrição em crianças de quatro a seis anos de idade. MÉTODOS: estudo de caso-controle desenvolvido em Escolas Municipais de Educação Infantil (EMEIs no Jardim Jaqueline, área de alta vulnerabilidade social do município de São Paulo, Brasil. Foram aplicados a Escala Brasileira de Insegurança Alimentar e o Protocolo de Avaliação do Vínculo Mãe-filho, além de coletadas informações biológicas e socio-econômicas. Para verificação dos efeitos de cada variável independente e controle dos efeitos das demais variáveis incluídas no modelo, foi utilizado o modelo de regressão logística múltipla. RESULTADOS: verificou-se que tanto a insegurança alimentar familiar (OR=3,6 como o vínculo inadequado mãe-filho (OR=9,4 estiveram associados com a desnutrição infantil (pOBJECTIVES: to investigate food insecurity and inadequate bonding between mother and child as two potential factors determining malnutrition among children aged between four and six years. METHODS: a case-control study was conducted in Municipal Primary Schools in Jardim Jaqueline, a highly underprivileged neighborhood of the municipality of São Paulo, Brazil. The Brazilian Food Insecurity Scale and the Mother-Child Bonding Evaluation Protocol were applied and biological and socio-economic data collected. The multiple logistic regression model was used to confirm the effect of each independent variable and to control for other variables included in the model. RESULTS: both family food insecurity (OR=3.6 and inadequate mother-child bonding (OR=9.4 were confirmed to be associated with child malnutrition (p<0.05, even when controlled for weight at birth, age, and marital and employment status of mother. CONCLUSIONS: both family food insecurity (OR=3.6 and inadequate mother-child bonding (OR=9.4 were shown to be factors determining the occurrence of

  14. Neonatal and infantile acne vulgaris: an update.

    Science.gov (United States)

    Serna-Tamayo, Cristian; Janniger, Camila K; Micali, Giuseppe; Schwartz, Robert A

    2014-07-01

    Acne may present in neonates, infants, and small children. Neonatal and infantile acne vulgaris are not considered to be rare. The presentation of acne in this patient population sometimes represents virilization and may portend later development of severe adolescent acne. Neonatal and infantile acne vulgaris must be distinguished from other cutaneous disorders seen in newborns and infants. Infantile acne tends to be more pleomorphic and inflammatory, thus requiring more vigorous therapy than neonatal acne.

  15. Infantile masturbation and paroxysmal disorders.

    Science.gov (United States)

    Omran, Mohammadreza Salehi; Ghofrani, Mohammad; Juibary, Ali Ghabeli

    2008-02-01

    A recurrent paroxysmal presentation in children leads to different diagnoses and among them are neurologic and cardiac etiologies. Infantile masturbation is not a well known entity and cannot be differentiated easily from other disorders. Aim of this study is to elucidate and differentiate this condition from epileptic seizures. We report 3 cases of 10 to 30 mth old girls of infantile masturbation that their symptoms initiated at 2, 3 and 8 mth of age. These present with contraction and extension of lower extremities, scissoring of legs, perspiration, changing face color. In 2 cases body rocking and legs rubbing initiated then there after. Masturbation is one of the paroxysmal non-epileptic conditions of early infancy and is in differential diagnosis of epileptic seizures.

  16. Interdisciplinary management of infantile colic

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luis Miguel Becerra-Granados

    2017-07-01

    This article presents a structural review of evidence on the fundamentals and progress in the treatment of infantile colic, and compiles the characteristics of this pathology, the medical and nutritional therapeutic measures, the clinical approach and the techniques to help the patient and his family. This study seeks to provide technical tools to health professionals whose target population is children younger than 2 years of age.

  17. Obesidade infantil: o problema de saúde pública do século 21

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sara Maria Moreira Lima Verde

    2014-03-01

    Full Text Available De acordo com a World Health Organization (WHO(1, a obesidade infantil é um dos mais sérios problemas de saúde pública do século 21, sendo considerado global e afetando principalmente países de baixa e média rendas em áreas urbanas. A prevalência da doença tem aumentado de modo alarmante e, em 2010, o número de crianças menores de cinco anos com sobrepeso foi de mais de 42 milhões, sendo 35 milhões residentes em países em desenvolvimento. No Brasil, o aumento da obesidade é preocupante. O VIGITEL 2013(2 apresenta dados referentes à entrevista realizada com 45,4 mil brasileiros, residentes nas capitais e Distrito Federal (DF, onde 51% dessa população estava com excesso de peso e 17%, com obesidade. Em 2006, os números eram 43% e 11%. Além disso, de acordo com a Pesquisa de Orçamento Familiar – POF (2008- 2009(3, realizada pelo IBGE, uma em cada três crianças brasileiras com idade entre 5 e 9 anos está com peso acima do recomendado pela WHO(1 e pelo Ministério da Saúde (MS. Entre os jovens de 10 a 19 anos, um em cada cinco apresenta excesso de peso. O problema já afeta 1/5 da população infantil e pode resultar em uma geração futura de obesos, pois crianças obesas se tornam adolescentes obesos e 80% destes chegam à vida adulta também com obesidade. Assim, essa geração de pequenos obesos pode ser vista como futuros hipertensos, diabéticos, com riscos renais, cardiovasculares e cerebrais aumentados. Todos esses fatores reforçam a obesidade infantil como um importante problema de saúde pública no momento em que finaliza o ciclo com indivíduos “sem saúde” e elevados custos para o sistema de saúde pública do país. O Brasil apresenta uma dupla carga de doenças com origem na alimentação, sendo observada a ocorrência de enfermidades causadas pela deficiência de micronutrientes específicos e crescente prevalência de obesidade entre os brasileiros(4. A alimentação inadequada e o sedentarismo t

  18. Desigualdades na mortalidade por suicídio entre indígenas e não indígenas no estado do Amazonas, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maximiliano Loiola Ponte de Souza

    2013-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar as taxas e algumas características da mortalidade por suicídio entre indígenas e não indígenas no Amazonas. MÉTODO: Estudo de coorte retrospectiva, em que os dados de óbito foram obtidos no Sistema de Informações sobre Mortalidade e os populacionais no Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Foram utilizados todos os registros de suicídio do período de 2006-2010 e a interpolação geométrica anual para a estimação das subpopulações. RESULTADOS: Ocorreram 688 suicídios no Amazonas, dos quais 19,0% em indígenas. A taxa ajustada de mortalidade por suicídio (TAMS nos indígenas, de 18,4/100 mil, foi 4,4 vezes superior a dos não indígenas. A TAMS em indígenas aumentou 1,6 vez em 2010 em relação a 2006. Nos municípios de Tabatinga e São Gabriel da Cachoeira, as TAMS foram muito altas, 75,8 e 41,9/100 mil, respectivamente. CONCLUSÕES: Evidenciou-se o comportamento desigual das taxas de mortalidade por suicídio entre indígenas e não indígenas, expondo não só sua importância local, como também sua invisibilidade como problema de saúde pública, principalmente entre jovens 15 e 24 anos.

  19. Educação para promoção da saúde infantil: relato de experiência em um assentamento de reforma agrária, Vale do Rio Doce (MG Education for child health promotion: the experience with an agrarian reform settlement in Vale do Rio Doce, Minas Gerais, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    France Maria Gontijo Coelho

    2005-09-01

    Full Text Available O trabalho relata uma experiência pedagógica de intervenção para promoção da saúde infantil em um assentamento de reforma agrária no Vale do Rio Doce (MG. No processo, procedimentos pedagógicos grupais e individualizados foram combinados, criando espaços dialógicos de problematização da saúde e nutrição infantil. Foi proposto e planejado um levantamento diagnóstico das condições de saúde das crianças menores de 5 anos; a devolução e a discussão dos dados com a população se deram por meio de reunião coletiva. Foi efetuado atendimento nutricional individualizado às mães das crianças; tratado com as gestantes e nutrizes o tema do aleitamento materno e ministrado um curso de Vigilantes da Saúde das Crianças, com vistas ao monitoramento da saúde infantil no local. Houve grande participação dos assentados nas intervenções, desde o planejamento até a execução das atividades. A estratégia adotada permitiu detectar as intervenções aceitas, as mais efetivas e as que deverão ser reformuladas com a comunidade. Do ponto de vista teórico e metodológico, a experiência permitiu observar os limites e potencialidades de ações que aproximam áreas de saber como sociologia e nutrição em atividades transdisciplinares.This study reports a pedagogical experience of intervention for child health promotion in a land reform settlement in the Vale do Rio Doce, Brazil. Grouped and individualized pedagogical procedures were combined to create spaces for discussion of child health and nutrition issues. Diagnosis on health conditions of children under 5 was proposed; planned and the results were discussed in a community meeting. A second moment consisted of an individualized nutritional counseling offered to the children’s mothers, emphasizing the health problems of high occurrence at this age. The topic of breastfeeding was debated with pregnant and lactating women and a course on Child Health Care was taught to monitor

  20. Pedagogia de Projetos como metodologia no trabalho com a educação infantil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patricia Frageri

    2016-12-01

    Full Text Available Este artigo teve como tema a Pedagogia de Projetos como metodologia no trabalho com a Educação Infantil e a pesquisa foi realizada na escola Gente Feliz de Sinop. A investigação teve como objetivo conhecer em que consiste a metodologia de trabalho pautada na pedagogia de projetos, e suas interfaces, no contexto da educação infantil. Os instrumentos de pesquisa foram entrevista e questionário com duas professoras. Os resultados mostram que a instituição prioriza a metodologia de trabalho por projetos e que as professoras estão familiarizadas com essa metodologia buscando construir junto com as crianças as práticas pedagógicas diárias. Palavra-chave: educação infantil; Pedagogia de Projetos; metodologia de trabalho.

  1. Mortalidad por paludismo en Colombia, 1979-2008

    OpenAIRE

    Pablo Chaparro; Julio Padilla

    2012-01-01

    Introducción. En Colombia, el paludismo representa un grave problema de salud pública. Se estima que, aproximadamente, 60 % de la población se encuentra en riesgo de enfermar o de morir por esta causa. Objetivo. Describir la tendencia de la mortalidad por paludismo en Colombia desde 1979 hasta 2008. Materiales y métodos. Se llevó a cabo un estudio descriptivo para determinar la tendencia de las tasas de mortalidad. Las fuentes de información fueron las bases de datos de las defunciones...

  2. Mortalidad cardiovascular: ¿cómo prevenirla?

    OpenAIRE

    Estruch, Ramón

    2014-01-01

    El primer escalón en la prevención y tratamiento de muchas enfermedades crónicas como las enfermedades cardiovasculares es el seguimiento de una dieta saludable. Varios estudios epidemiológicos han mostrado que el seguimiento de una dieta mediterránea tradicional reduce la mortalidad global, la mortalidad cardiovascular y la incidencia de enfermedades crónicas como las cardiovasculares, el cáncer y las patologías neurodegenerativas. No obstante, un único estudio ha analizado los efectos de la...

  3. Fonoaudiologia e educação infantil: uma parceria necessária Speech therapy and infantile education: a necessary partnership

    OpenAIRE

    Poliana Carla Santos Maranhão; Sabrina Maria Pimentel da Cunha Pinto; Cristiane Monteiro Pedruzzi

    2009-01-01

    OBJETIVO: investigar as informações que os professores de educação infantil possuem em relação a Fonoaudiologia na escola, bem como sobre temas ligados à área de linguagem. MÉTODOS: foi aplicado um questionário, contendo 17 questões objetivas em uma amostra com 73 professores de educação infantil da rede municipal de ensino da cidade de Maceió-AL. RESULTADOS: os participantes relacionaram a atuação fonoaudiológica na escola à presença de alterações no desenvolvimento da criança. O índice de p...

  4. Características da gravidez na adolescência em São Luís, Maranhão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simões Vanda Maria Ferreira

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar as principais características socioeconômicas, demográficas, antropométricas e comportamentais, bem como os resultados perinatais da gravidez na adolescência. Conhecer os tipos de serviços de saúde utilizados pelas gestantes adolescentes. MÉTODOS: A amostra de 2.429 partos de mulheres residentes