WorldWideScience

Sample records for ferropriva em gestantes

  1. Prevalência de anemia ferropriva em gestantes brasileiras: uma revisão dos últimos 40 anos Prevalence of iron-deficiency anemia in Brazilian pregnant women: a review of the last 40 years

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariana Helcias Côrtes

    2009-06-01

    Full Text Available A anemia ferropriva é conhecida como uma das principais deficiências nutricionais em todo o mundo e sua ocorrência pode ser observada em diversas populações. Alguns grupos populacionais ainda apresentam altas prevalências de anemia ferropriva, comprometendo diversas funções do organismo. Dentre esses grupos de risco, podem ser citadas as gestantes, que merecem especial atenção devido à sua vulnerabilidade à carência e ao aumento significativo de suas necessidades, que não são acompanhados por aumento suficiente no consumo ou na absorção de ferro. Este artigo analisa dados de artigos publicados nos últimos 40 anos nas línguas inglesa, espanhola ou portuguesa nos bancos de dados Lilacs e Medline sobre prevalência de anemia ferropriva na gestação. Em todas as pesquisas verificadas, a prevalência de anemia ferropriva na gestação apresenta valores elevados, o que caracteriza essa situação como um problema de saúde pública para o Brasil, mesmo com as políticas nacionais atuais de combate à deficiência.Iron-deficiency anemia is known as one of the main nutritional deficiencies around the world and its occurrence can be observed in many populations. Some groups still present a high prevalence of iron-deficiency anemia, compromising many body functions. Pregnant women are among the groups at risk given their vulnerability to deficiencies and the significant increase in their requirements, which are not accompanied by a sufficiently higher iron intake or absorption. This paper analyzes data from articles published in the last 40 years in English, Spanish or Portuguese found in the Lilacs and Medline databases about the prevalence of iron-deficiency anemia during pregnancy. Every paper found reports a high prevalence of anemia in pregnant women, characterizing this situation as a public health problem in Brazil, despite current Brazilian policies to fight iron deficiency.

  2. Estado nutricional e anemia ferropriva em gestantes: relação com o peso da criança ao nascer

    OpenAIRE

    Rocha,Daniela da Silva; Netto,Michele Pereira; Priore,Sílvia Eloiza; Lima,Nerilda Martins Miranda de; Rosado,Lina Enriqueta Frandsen Paez de Lima; Franceschini,Sylvia do Carmo Castro

    2005-01-01

    OBJETIVO: Avaliar o estado nutricional e a prevalência de anemia durante a gestação e correlacioná-los com o peso do recém-nascido. MÉTODOS: Foi realizado estudo transversal com gestantes que realizaram o pré-natal no único serviço público de saúde do município de Viçosa, MG, no período de dezembro de 2002 a maio de 2003. Foi aplicado questionário com informações maternas e realizada dosagem de hemoglobina através do Hemocue, além da obtenção de dados de peso e estatura da gestante. As inform...

  3. Registro periodontal simplificado em gestantes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda L. Rosell

    1999-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar através do PSR (Registro Periodontal Simplificado a prevalência, severidade e necessidades básicas de tratamento da doença periodontal em gestantes que freqüentaram a Clínica de Prevenção da Faculdade de Odontologia de Araraquara ­ UNESP. MÉTODOS: Foram examinadas 41 gestantes com idades que variaram de 16 a 37 anos. O PSR foi aplicado com auxílio de uma sonda especialmente recomendada para este exame (sonda Trinity - tipo 621 OMS, indicando os códigos 0 a 4 cujos critérios identificam de saúde gengival, sangramento, cálculo, bolsa periodontal rasa e profunda. Estes foram atribuídos a cada sextante, podendo ou não estarem associados a um asterisco (* diante da presença de recessão gengival, invasão de furca, mobilidade ou alterações muco-gengivais. RESULTADOS: Demonstraram que 100% das gestantes apresentaram alguma alteração gengival, sendo os códigos 2 (56,1% e o * (19,5% os mais prevalentes. Os grupos etários de 15-19 e 20-24 anos, apresentaram o código 2 como maior escore e ausência de sextante excluído (X. A partir do grupo de 25-29 anos, além da maior prevalência ainda ser do código 2 (54,5%, ocorreram os códigos 3 e 4 (bolsa periodontal. Os códigos * e sextante excluído (X tenderam a aumentar com a idade no grupo de 30-37 anos. De modo geral, os códigos 1 e 2, prevaleceram em relação ao percentual de sextantes afetados, correspondendo a 41,6% e 39,8%, respectivamente e afetando 2,49 e 2,39 sextantes, em média, por gestante. Em relação às necessidades de tratamento, 90,2% das gestantes necessitaram tratamentos adicionais aos preventivos, ou seja, 61,0% das gestantes necessitaram de raspagem e alisamento radicular e/ou eliminar margens de restaurações defeituosas e 29,2% de tratamento complexo. CONCLUSÃO: O atendimento às necessidades de tratamento na gravidez deve receber especial atenção com o intuito de se promover saúde bucal e motivação, e conseqüentemente, contribuir

  4. Registro periodontal simplificado em gestantes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosell Fernanda L.

    1999-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar através do PSR (Registro Periodontal Simplificado a prevalência, severidade e necessidades básicas de tratamento da doença periodontal em gestantes que freqüentaram a Clínica de Prevenção da Faculdade de Odontologia de Araraquara ­ UNESP. MÉTODOS: Foram examinadas 41 gestantes com idades que variaram de 16 a 37 anos. O PSR foi aplicado com auxílio de uma sonda especialmente recomendada para este exame (sonda Trinity - tipo 621 OMS, indicando os códigos 0 a 4 cujos critérios identificam de saúde gengival, sangramento, cálculo, bolsa periodontal rasa e profunda. Estes foram atribuídos a cada sextante, podendo ou não estarem associados a um asterisco (* diante da presença de recessão gengival, invasão de furca, mobilidade ou alterações muco-gengivais. RESULTADOS: Demonstraram que 100% das gestantes apresentaram alguma alteração gengival, sendo os códigos 2 (56,1% e o * (19,5% os mais prevalentes. Os grupos etários de 15-19 e 20-24 anos, apresentaram o código 2 como maior escore e ausência de sextante excluído (X. A partir do grupo de 25-29 anos, além da maior prevalência ainda ser do código 2 (54,5%, ocorreram os códigos 3 e 4 (bolsa periodontal. Os códigos * e sextante excluído (X tenderam a aumentar com a idade no grupo de 30-37 anos. De modo geral, os códigos 1 e 2, prevaleceram em relação ao percentual de sextantes afetados, correspondendo a 41,6% e 39,8%, respectivamente e afetando 2,49 e 2,39 sextantes, em média, por gestante. Em relação às necessidades de tratamento, 90,2% das gestantes necessitaram tratamentos adicionais aos preventivos, ou seja, 61,0% das gestantes necessitaram de raspagem e alisamento radicular e/ou eliminar margens de restaurações defeituosas e 29,2% de tratamento complexo. CONCLUSÃO: O atendimento às necessidades de tratamento na gravidez deve receber especial atenção com o intuito de se promover saúde bucal e motivação, e conseqüentemente, contribuir

  5. RISCO DE ANEMIA FERROPRIVA EM CRIANÇAS COM BAIXOS NÍVEIS DE FERRITINA

    OpenAIRE

    Renata Gonçalves de CASTRO, José Abreu MARTINS-JÚNIOR, Luciana Moreira LIMA

    2013-01-01

    Em crianças pré-escolares a anemia ferropriva pode comprometer a capacidade de aprendizagem, além de produzir efeitos comportamentais como a falta de atenção, fadiga e cansaço que podem levar ao baixo rendimento escolar. O objetivo deste estudo foi verificar o número de crianças de 02 a 06 anos que realizaram as dosagens de ferritina, ferro sérico e hemograma, com suspeita de anemia ferropriva, num laboratório clínico, no primeiro semestre de 2011, buscando avaliar os resultados dos referi...

  6. Estado nutricional e anemia ferropriva em gestantes: relação com o peso da criança ao nascer Nutritional status and iron-deficiency anemia in pregnant women: relationship with the weight of the child at birth

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela da Silva Rocha

    2005-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o estado nutricional e a prevalência de anemia durante a gestação e correlacioná-los com o peso do recém-nascido. MÉTODOS: Foi realizado estudo transversal com gestantes que realizaram o pré-natal no único serviço público de saúde do município de Viçosa, MG, no período de dezembro de 2002 a maio de 2003. Foi aplicado questionário com informações maternas e realizada dosagem de hemoglobina através do Hemocue, além da obtenção de dados de peso e estatura da gestante. As informações referentes aos recém-nascidos foram obtidas no programa Sistema de Informação de Nascidos Vivos/MS. RESULTADOS: Foram avaliadas 168 gestantes de baixo nível socioeconômico e baixa escolaridade. Encontraram-se 41,3% de gestantes com estado nutricional pré-gestacional inadequado, sendo 25,7% com baixo peso e 17,4% com sobrepeso ou obesidade. A maioria das gestantes apresentou ganho de peso inadequado durante a gestação. A prevalência total de anemia ferropriva foi de 21,4%, sendo que essa aumentou com a idade gestacional. A freqüência de baixo peso e peso insuficiente ao nascer foi de 8,9% e 28,6%, respectivamente. As variáveis antropométricas (peso pré-gestacional, estatura, índice de massa corporal pré-gestacional e ganho de peso total apresentaram associação estatisticamente significante com o peso ao nascer. CONCLUSÃO: As variáveis antropométricas maternas apresentaram correlação com o peso ao nascer. Neste estudo não houve relação entre o estado nutricional de ferro das gestantes e o peso de nascimento.OBJECTIVE: The purpose of the study was to evaluate the nutritional status and prevalence to anemia during pregnancy, and to correlate these factors with the weight at birth. METHODS: A transversal study was carried out with pregnant women who underwent prenatal care at the only public health service in the municipality of Viçosa, MG, Brazil, from December 2002 to May 2003. A questionnaire was applied

  7. O sevofluorano em cadelas gestantes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Matsubara Lídia Mitsuko

    2006-01-01

    Full Text Available Com este experimento, objetivou-se avaliar como a anestesia geral inalatória, com o sevofluorano, interfere nos parâmetros fisiológicos de cadelas gestantes. Nove cadelas sem raça definida, adultas, com idade média de três anos, foram submetidas ao mesmo procedimento anestésico em dois períodos distintos, sendo o primeiro na condição não gestante e o segundo aos 45 dias de gestação. Todas receberam acepromazina (0,05mg kg-1 pela via intravenosa como medicação pré-anestésica, propofol (5mg kg-1 pela mesma via e sevofluorano diluído em oxigênio. As variáveis estudadas foram freqüência cardíaca e respiratória, pressão arterial sistólica, média e diastólica, temperatura retal, pressão parcial de CO2 ao final da expiração, saturação de oxigênio nas hemoglobinas, pH sangüíneo, pressão parcial arterial de oxigênio, pressão parcial arterial de CO2, bicarbonato e excesso de base. Os parâmetros foram avaliados antes da medicação pré-anestésica (M0 e 15 minutos após (M1, 15 minutos após a estabilização da anestesia inalatória (M2 e, depois, a cada 15 minutos durante 60 minutos (M3, M4, M5 e M6, com exceção das variáveis hemogasométricas que foram avaliadas em M0, M2 e M6. A análise estatística foi realizada com Análise de Variância e teste de Tukey, sendo considerado o nível de significância de 5%. A freqüência cardíaca elevou-se na paciente gestante no momento basal e 15 minutos após a medicação pré-anestésica, sendo observado ainda diminuição da pressão arterial e da temperatura retal nas gestantes. Os resultados obtidos permitiram concluir que o protocolo anestésico não alterou as variáveis mensuradas neste experimento, podendo ser utilizado com segurança para as cadelas, se houver a necessidade de intervenção cirúrgica e/ou anestésica aos 45 dias de sua gestação.

  8. Actinomicose da Mama em Gestante

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mottola Jr Juvenal

    2001-01-01

    Full Text Available A actinomicose mamária é doença inflamatória rara, com poucos casos descritos na literatura. Pode ser primária da mama quando resultante de traumas na pele e papila mamária, e, secundária, quando de origem toracopleural. Sua apresentação clínica é variável, devendo ser diferenciada das doenças mais comuns, dentre elas as mastites e também as neoplasias, como o carcinoma inflamatório. Seu diagnóstico é realizado pela cultura da secreção, com a identificação das colônias de Actinomyces sp. Seu tratamento é a drenagem, quando indicada, a antibioticoterapia endovenosa e manutenção oral por tempo prolongado. Os autores relatam caso de abscesso retromamário por Actinomyces sp. em gestante de 12 semanas que apresentava tumoração mamária expansiva na mama esquerda.

  9. Hipovitaminose A e anemia ferropriva em gestantes de duas comunidades do Vale do Ribeira (Estado de São Paulo, Brasil Vitamin A deficiency and iron deficiency anemia in pregnant women of two communities of the Ribeira River Valley (State of S. Paulo, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria José Roncada

    1975-06-01

    Full Text Available Com o objetivo de estudar deficiências de vitamina A e de ferro em mulheres grávidas, a nível de comunidade, estudou-se 60 gestantes, residentes na zona urbana de Apiaí e Ribeira (Estado de São Paulo, através de inquérito bioquímico, realizando-se dosagens séricas de beta-caroteno, vitamina A, hemoglobina, ferro sérico e capacidade de ligação de ferro, bem como determinação do hematócrito. Os resultados foram comentados e apontaram não haver hipovitaminose A nesta amostra, apesar de haver grande proporção de resultados de caroteno sérico considerados não-normais. Houve maior prevalência de anemia entre gestantes de Ribeira. A comparação dos resultados obtidos entre as gestantes com respectivos grupos-testemunha, apontou freqüência maior de casos considerados não-normais entre as primeiras, em todos os coeficientes levantados.The present study was carried out on sixty pregnant women residing in the urban area of the cities of Apiaí and Ribeira, State of S. Paulo. Samples were taken from each subject in order to study blood levels of beta-carotene, vitamin A, hemoglobin, serum iron and iron binding capacity as well as packed cell volume, with the objective of studying vitamin A and iron deficiency. The results showed that vitamin A deficiency was absent although a large proportion of carotene levels was abnormal. Regarding anemia, prevalence was higher in Ribeira residents. Refering all results to a control group, it was found that frequency was higher in the sample subjects.

  10. Intervenções nutricionais na anemia ferropriva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cardoso Marly A.

    1994-01-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo de revisão bibliográfica é fornecer subsídios para o planejamento e avaliação de medidas de combate à anemia ferropriva. A necessidade de intervenções para o controle da prevalência da anemia ferropriva deve ser determinada pela magnitude da defi ciência nutricional e pelo conhecimento de seus efeitos na qualidade de vida, morbidade e mortalidade. A abordagem mais usual é fornecer ferro suplementar a gestantes, nutrizes e lactentes em programas de assistência primária à saúde, reconhecidamente os grupos de maior vulnerabilidade. A fortificação de alimentos e orientações sobre modificações da dieta representam medidas complementares e devem ser incrementadas.

  11. Associa??o entre periodontite e anemia em gestantes

    OpenAIRE

    Porto, Edla Carvalho Lima

    2015-01-01

    Apesar de j? serem institu?das medidas de preven??o e controle de anemias ferropriva e perniciosa durante o pr?-natal, a preval?ncia ainda continua alta. Outro tipo de agravo que tamb?m pode ocorrer nesta fase ? a anemia de doen?a cr?nica, relacionada a um processo inflamat?rio e infeccioso, a exemplo da periodontite. Desse modo, o presente estudo buscou investigar a tem?tica com base em estudos pr?vios que analisaram a associa??o entre a periodontite e algumas doen?as/condi??es sist?mica. OB...

  12. Fatores associados ao fumo em gestantes avaliadas em cidades brasileiras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kroeff Locimara Ramos

    2004-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a correlação dos fatores sociodemográficos e estilo de vida com o hábito de fumar em gestantes atendidas em hospitais. MÉTODOS: O delineamento foi o de um estudo transversal. A amostra foi composta por 5.539 gestantes atendidas em ambulatórios de pré-natal em hospitais públicos credenciados nas cidades de Manaus, Fortaleza, Salvador, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre, entre 1991 e 1995. A seleção foi consecutiva para todas as gestantes com 20 anos ou mais de idade, excetuando-se aquelas com diabetes prévia à gestação. Foram realizadas medidas antropométricas e entrevistas entre a 21ª e a 28ª semanas da gravidez. Por meio de um questionário padronizado, considerou-se como fumante quem informou fumar um ou mais cigarros por dia, como ex-fumante quem informou ter fumado mais de um cigarro por dia e ter cessado, e não fumantes quem informou nunca ter fumado um ou mais cigarros por dia. RESULTADOS: O hábito de fumar na gestação associou-se à baixa escolaridade (RC=2,13; IC 95%: 1,76-2,57 e paridade (RC=1,84; IC 95%: 1,53-2,21. Para o aumento da idade da gestante e uso de bebidas alcóolicas também foram observadas associações positivas com o fumo na gestação. Não foi observada nenhuma associação significativa entre cor da pele e situação ocupacional com fumo na gestação. Um efeito protetor foi observado para mulheres casadas ou com companheiro (RC=0,55; IC 95%: 0,42-0,72. Entre as cidades, tomando Manaus como referência, Porto Alegre apresentou o maior risco para fumo na gestação (RC=5,00; IC 95%: 3,35-7,38, seguida de São Paulo (RC=3,42; IC 95%: 2,25-5,20, Rio de Janeiro (RC=2,53; IC 95%: 1,65-3,88 e Fortaleza (RC=2,56; IC95%: 1,74-3,78. CONCLUSÕES: Os achados são semelhantes àqueles descritos na literatura com relação à escolaridade, paridade e situação conjugal. Entretanto, nenhuma associação com a cor da pele foi observada na análise multivariada. As ex-fumantes mostraram

  13. Atividade fisica em gestantes assistidas na atencao primaria a saude

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Antonieta de Barros Leite Carvalhaes

    2013-10-01

    Full Text Available OBJETIVO Analisar o padrão de atividade física de gestantes de baixo risco e os fatores associados. MÉTODOS Estudo transversal com 256 gestantes adultas no segundo trimestre gestacional, sorteadas dentre as assistidas pelas unidades de atenção primária à saúde do município de Botucatu, SP, em 2010. As atividades físicas foram investigadas por meio do “pregnancy physical activity questionnaire”, verificando-se tempo e intensidade de atividades ocupacionais, de deslocamento, domésticas e de lazer, expressos em equivalentes metabólicos dia. As gestantes foram classificadas segundo nível de atividade e em relação a atingir 150 min/semana de atividades físicas de lazer, variáveis dependentes do estudo. A associação entre essas variáveis e as socioeconômicas, características maternas, fatores comportamentais e modelo de atenção da unidade de saúde foi avaliada mediante modelos de regressão de Poisson com variância robusta, adotando-se modelo hierárquico. RESULTADOS A maior parte das gestantes era insuficientemente ativa (77,7%, 12,5% moderadamente ativa e 9,8% vigorosamente ativa. Os maiores gastos diários de energia foram com atividades domésticas, seguidas pelas atividades de locomoção; 10,2% atingiram a recomendação de 150 min semanais de atividades físicas de lazer. Trabalho fora de casa reduziu a chance de atingir essa recomendação (RP = 0,39, IC95% 0,16;0,93. Ter tido pelo menos um parto anterior (RP = 0,87, IC95% 0,77;0,99 e excesso ponderal pré-gestacional (RP = 0,85, IC95% 0,731;0,99 reduziram a chance de ser insuficientemente ativa, enquanto consumir menos alimentos saudáveis teve aumento discreto (RP = 1,18, IC95% 1,02;1,36. CONCLUSÕES Gestantes assistidas na atenção primária à saúde são insuficientemente ativas. Ter tido pelo menos um parto e apresentar sobrepeso pré-gestacional foram identificados como fatores protetores contra tal situação, enquanto consumo menos frequente de alimentos

  14. Uso de medicamentos por gestantes em seis cidades brasileiras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mengue Sotero S

    2001-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever os medicamentos utilizados por gestantes que fizeram o pré-natal em serviços do SUS (Sistema Único de Saúde em cidades brasileiras. MÉTODOS: Utilizando-se um questionário estruturado, foram entrevistadas 5.564 gestantes entre a 21ª e a 28ª semanas de gravidez, que se apresentaram para consulta em serviço de pré-natal do SUS em seis grandes cidades brasileiras. As perguntas foram agrupadas em "uso orientado" para dor, cólica, enjôo, tosse e outros e em "medicamento orientado" para vitamina, ferro e flúor. Foi adotada a classificação de risco do FDA (Food and Drug Administration, entre 1991 e 1995. RESULTADOS: Do total de 5.564, 4.614 (83,8% das gestantes usaram pelo menos um medicamento durante a gestação, somando 9.556 medicamentos. Os medicamentos mais utilizados foram as vitaminas associadas a antianêmicos (33,5%, os medicamentos que atuam sobre o aparelho digestivo (31,3%, os analgésicos/antiinflamatórios (22,2%, os antianêmicos (19,8% e os antimicrobianos (11,1%. Quanto à classificação de risco para a gestação, 3.243 (34,0% foram incluídos na categoria A, 1.923 (22,6% na categoria B, 3.798 (39,7% na categoria C, 289 (3,0% na categoria D e 55 (0,6% na categoria X. CONCLUSÕES: Foram observadas grandes variações quanto ao uso de medicamentos, principalmente antianêmicos e vitaminas associadas a antianêmicos, entre as várias cidades estudadas, mostrando a ausência de um padrão nacional quanto ao uso desses medicamentos na gestação. Para uma proporção de 12,9% dos medicamentos utilizados, não foi localizada qualquer informação na literatura sobre a segurança para o uso durante a gestação. Essa proporção, somada aos 26,9% dos medicamentos classificados no grupo "C", mostra que 40% do uso de medicamentos na gestação são feitos sem bases definidas de segurança. Entretanto, medicamentos claramente contra-indicados durante a gestação corresponderam a apenas 3% dos 9

  15. Uso de medicamentos por gestantes em seis cidades brasileiras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sotero S Mengue

    2001-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever os medicamentos utilizados por gestantes que fizeram o pré-natal em serviços do SUS (Sistema Único de Saúde em cidades brasileiras. MÉTODOS: Utilizando-se um questionário estruturado, foram entrevistadas 5.564 gestantes entre a 21ª e a 28ª semanas de gravidez, que se apresentaram para consulta em serviço de pré-natal do SUS em seis grandes cidades brasileiras. As perguntas foram agrupadas em "uso orientado" para dor, cólica, enjôo, tosse e outros e em "medicamento orientado" para vitamina, ferro e flúor. Foi adotada a classificação de risco do FDA (Food and Drug Administration, entre 1991 e 1995. RESULTADOS: Do total de 5.564, 4.614 (83,8% das gestantes usaram pelo menos um medicamento durante a gestação, somando 9.556 medicamentos. Os medicamentos mais utilizados foram as vitaminas associadas a antianêmicos (33,5%, os medicamentos que atuam sobre o aparelho digestivo (31,3%, os analgésicos/antiinflamatórios (22,2%, os antianêmicos (19,8% e os antimicrobianos (11,1%. Quanto à classificação de risco para a gestação, 3.243 (34,0% foram incluídos na categoria A, 1.923 (22,6% na categoria B, 3.798 (39,7% na categoria C, 289 (3,0% na categoria D e 55 (0,6% na categoria X. CONCLUSÕES: Foram observadas grandes variações quanto ao uso de medicamentos, principalmente antianêmicos e vitaminas associadas a antianêmicos, entre as várias cidades estudadas, mostrando a ausência de um padrão nacional quanto ao uso desses medicamentos na gestação. Para uma proporção de 12,9% dos medicamentos utilizados, não foi localizada qualquer informação na literatura sobre a segurança para o uso durante a gestação. Essa proporção, somada aos 26,9% dos medicamentos classificados no grupo "C", mostra que 40% do uso de medicamentos na gestação são feitos sem bases definidas de segurança. Entretanto, medicamentos claramente contra-indicados durante a gestação corresponderam a apenas 3% dos 9

  16. Perfil de proteínas plasmáticas em cadelas gestantes e não gestantes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Camila I. Vannucchi

    Full Text Available Resumo: O estudo das interações orgânicas da gestação e as mudanças fisiológicas que estão ocorrendo nesta fase são de extrema importância para a avaliação clínica da fêmea gestante ou para estabelecer o diagnóstico de processos patológicos em andamento. O objetivo do presente estudo foi comparar o perfil das diversas proteínas sanguíneas (frações protéicas do soro - albumina, a1, a2, b, g globulinas e proteína total durante o período gestacional e no diestro em cadelas. Foram utilizadas 40 fêmeas caninas da raça Dogue Alemão, em idade variando entre 2 a 7 anos, clinicamente saudáveis. Os animais foram separados em dois grupos, denominados Grupo não gestante (NG e Grupo gestante (G, constituídos por 20 fêmeas em diestro e 20 fêmeas gestantes, respectivamente. Preconizou-se colheita de sangue semanalmente de cada animal durante 9 semanas. Nas fêmeas do grupo NG, as amostras foram colhidas a partir do início do diestro, até a detecção do início do anestro; no grupo G, as amostras foram colhidas do início do diestro até o momento da parição. A partir do soro sanguíneo, foram determinadas as concentrações de proteína total, albumina, a1, a2, b e g globulinas. Não houve diferença significativa quanto aos resultados de proteína sérica total entre a 1ª e 6ª semanas de gestação e diestro, havendo decréscimo gradual em ambos grupos. Já ao final da gestação (entre a 7ª e 9ª semanas, houve acréscimo significativo dos valores de proteína total, sugerindo ação anabólica. Os níveis de albumina sofreram queda da 1ª a 9ª semana, tanto no grupo gestante, como não-gestante, com diferença estatística entre os dois grupos na 7ª, 8ª e 9ª semanas. As concentrações de α1 globulina nas fêmeas gestantes sofreram acréscimo significativo a partir da 2ª semana, contudo, diferença estatística entre os grupos NG e G ocorreu somente na 8ª e 9ª semanas, coincidindo com a fase de preparação

  17. Análises moleculares em gestantes com diabete e hiperglicemia leve e em seus recém-nascidos

    OpenAIRE

    Gelaleti, Rafael Bottaro [UNESP

    2012-01-01

    O grupo IB corresponde a gestantes portadoras de hiperglicemia leve, ou seja, gestantes que apresentam rastreamento positivo, mas diagnóstico negativo para diabete gestacional (DMG) teste de tolerância a glicose (TTG100g normal), e resposta alterada no perfil glicêmico (PG). Este grupo foi, acidentalmente, identificado em 1983, quando projeto prospectivo foi desenvolvido para padronização do PG comparando-o com o TTG100g no diagnóstico do diabete na gestação. Essas gestantes apresentam resist...

  18. Perfil nutricional de gestantes atendidas em uma unidade básica de saúde

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosiane Lima da Rosa

    2014-12-01

    Full Text Available Objetivo: avaliar o perfil nutricional de gestantes atendidas em uma Unidade Básica de Saúde. Método: estudo observacional, transversal, com abordagem quali-quantitativa. Foram avaliadas 60 gestantes entre abril e maio de 2014. Para avaliação antropométrica, utilizou-se peso pré-gestacional a partir do registro no cartão da gestante e verificou-se o peso atual gestacional em balança antropométrica e a altura em estadiômetro acoplado à balança. Para classificação do estado nutricional pré-gestacional e gestacional utilizou-se o IMC. Foram aplicados: questionário de dados socioeconômicos e questionário de frequência alimentar. Resultados: antes do período gestacional, a maioria das mulheres estavam eutróficas (55%, 33,3% com excesso de peso (sobrepeso ou obesidade e 11,7% com baixo peso. Durante o período gravídico, 50,0% mantiveram a eutrofia, enquanto o índice de excesso de peso aumentou para 41,7%. Das sete gestantes diagnosticadas com baixo peso pré-gestacional, duas adequaram o peso. As gestantes relataram ingerir 5 ou mais vezes por semana, carnes, leites, cereais e leguminosas. Mais da metade delas não consumiam frutas e verduras 5 ou mais vezes por semana e 60,0% adicionava açúcar em suas preparações. Considerações finais: o perfil nutricional das gestantes demonstrou um índice alto de excesso de peso para essa fase da vida, sendo necessárias intervenções, em relação ao estado nutricional pré-gestacional, ganho de peso gestacional e na adequação do consumo alimentar.

  19. Apego materno fetal em gestantes que vivem com HIV/Aids

    OpenAIRE

    Faria, Evelise Rigoni de; Gonçalves, Tonantzin Ribeiro; Carvalho, Fernanda Torres de; Ruschel, Patricia Pereira; Lopes, Rita de Cassia Sobreira; Piccinini, Cesar Augusto

    2013-01-01

    A gestação no contexto do HIV/Aids é geralmente acompanhada de intensa ansiedade devido à possível transmissão materno infantil do vírus. Este estudo investigou o apego materno fetal em gestantes que viviam com HIV (n = 88), em comparação a gestantes não portadoras do vírus (n = 79), através da Escala de Apego Materno fetal. Os resultados não revelaram diferenças entre as gestantes quanto ao escore total de apego materno fetal. Entretanto, os dados sugerem que o apego materno fetal pode se ma...

  20. Consulta de enfermagem a gestantes com anemia ferropriva Consulta de enfermería a mujeres embarazadas con anemia ferropénica Nursing care to pregnant women with iron deficiency anemia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sonia Maria Oliveira de Barros

    1999-10-01

    Full Text Available Este trabalho teve como objetivos: construir um protocolo de levantamento de dados e diagnósticos de enfermagem, e conhecer os diagnósticos de enfermagem mais freqüentes. O protocolo construído foi aplicado em 52 consultas de enfermagem para as gestantes que apresentavam valores de hemoglobina menores que 11,0g/dl. Os diagnósticos de enfermagem mais freqüentes foram: nutrição alterada, risco para infecção, manutenção do lar prejudicada; déficit de conhecimento sobre a alimentação, risco para lesão fetal relacionada a diminuição da perfusão útero-placentária.; risco de não-comprometimento. A partir dos diagnósticos de enfermagem foram planejadas as intervenções e os resultados esperados com a sua aplicação.Realizamos este trabajo con los siguientes objetivos: construir un protocolo de levantamiento de datos y conocer los diagnósticos de enfermería más frecuentes entre las mujeres embarazadas con anemia ferropénica. El protocolo fue aplicado en 52 consultas de enfermería para las gestantes que presentaban valores de hemoglobina abajo de 11,0 g/dl. Los diagnósticos de enfermería más frecuentes fueron: nutrición alterada, riesgo de infección, manutención del hogar perjudicada, déficit de conocimiento sobre la alimentación, riesgo de lesión fetal relacionada con la disminución de perfusión útero-placentária, riesgo de no comprometimiento. A partir de los diagnósticos de enfermería fueron planeadas las intervenciones y los resultados esperados con su aplicación.This study was carried out with the following objectives: to set up a protocol of data survey and nursing diagnosis, and to detect the most frequent nursing diagnosis among pregnant women with iron deficiency anemia. The protocol was applied in 52 nursing visits to pregnant women who presented hemoglobin values lower than 11.0g/dl.The most frequent nursing diagnosis were: altered nutrition, risk to infection, impaired maintenance of the home

  1. Determinantes socioambientais das concentrações séricas de vitamina D em gestantes

    OpenAIRE

    Santos, Marcos pereira

    2014-01-01

    Concentrações séricas deficientes de vitamina D (25OHD) durante a gestação são associadas com condições adversas a saúde materna. Neste sentido, este estudo tem como objetivo analisar as concentrações séricas de vitamina D e identificar os fatores de socioambientais associados a deficiência de vitamina D em gestantes. Para tanto, realizou-se estudo transversal com amostra de 190 gestantes residentes na cidade de Santo Antônio de Jesus-Bahia- Brasil. Foi aplicado questionário contento informaç...

  2. Análise de arco plantar em gestantes com e sem dor lombar

    OpenAIRE

    Santos, Elisiane de Souza [UNESP

    2016-01-01

    As adaptações musculoesqueléticas gestacionais geram desconfortos musculoesqueléticos como dor lombar. A literatura aponta diversos fatores associados com a ocorrência da mesma, dentre eles: alterações biomecânicas compensatórias. Objetivo: Realizar análise biomecânica dos membros inferiores e coluna lombar de gestantes e observar se há associação das variáveis biomecânicas analisadas com ocorrência de dor lombar em gestantes. Método: Estudo de coorte prospectivo que realizou três avaliações ...

  3. Enteroparasitoses em gestantes e puérperas no Rio de Janeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lêda Maria da Costa Macedo

    Full Text Available A prevalência de parasitoses intestinais foi determinada em 795 mulheres distribuídas em grupos de 490 gestantes, 201 não-gestantes (controle e 104 puérperas, no período de novembro de 1989 a maio de 1991, no Rio de Janeiro, Brasil. Exames coproparasitológicos foram realizados pelos métodos de Sedimentação por Centrifugação, Faust, Kato-Katz e Baermann-Moraes. A prevalência de enteroparasitoses entre os grupos de gestantes (37,6% e o grupo-controle (38,3% pelo método de sedimentação por centrifugação foi praticamente igual, apesar de estar o primeiro grupo regularmente assistido por serviços especializados de saúde. Ascaris lumbricoides e Trichuris trichiura foram os parasitos mais freqüentes (em torno de 30,0%. Quando métodos mais específicos foram aplicados em 168 amostras de gestantes, o percentual foi elevado para 53,6%. Houve diferença estatística significativa entre a taxa de gestantes e puérperas (69,2%. Estes achados mostram a pouca atenção dispensada a estas infecções durante a gestação, não obstante relatos anteriores das possíveis repercussões para o feto e o recém-nascido.

  4. Enteroparasitoses em gestantes e puérperas no Rio de Janeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Macedo Lêda Maria da Costa

    1996-01-01

    Full Text Available A prevalência de parasitoses intestinais foi determinada em 795 mulheres distribuídas em grupos de 490 gestantes, 201 não-gestantes (controle e 104 puérperas, no período de novembro de 1989 a maio de 1991, no Rio de Janeiro, Brasil. Exames coproparasitológicos foram realizados pelos métodos de Sedimentação por Centrifugação, Faust, Kato-Katz e Baermann-Moraes. A prevalência de enteroparasitoses entre os grupos de gestantes (37,6% e o grupo-controle (38,3% pelo método de sedimentação por centrifugação foi praticamente igual, apesar de estar o primeiro grupo regularmente assistido por serviços especializados de saúde. Ascaris lumbricoides e Trichuris trichiura foram os parasitos mais freqüentes (em torno de 30,0%. Quando métodos mais específicos foram aplicados em 168 amostras de gestantes, o percentual foi elevado para 53,6%. Houve diferença estatística significativa entre a taxa de gestantes e puérperas (69,2%. Estes achados mostram a pouca atenção dispensada a estas infecções durante a gestação, não obstante relatos anteriores das possíveis repercussões para o feto e o recém-nascido.

  5. Pesquisa de Streptococcus Agalactiae em gestantes residentes em Belém-Pará

    OpenAIRE

    RIBEIRO, Kleber Dias

    2003-01-01

    Na infecção por Streptococcus agalactiae são reconhecidas duas formas neonatais, a de início precoce, cujo quadro clínico é caracterizado por bacteremia com envolvimento pulmonar, meningite é a manifestação clínica predominante. Considerando-se a gravidade da patologia, o desconhecimento da incidência desta bactéria em gestantes residentes na região Norte do Brasil e a importância do seu diagnóstico em exames pré-natais, é fundamental a determinação da ocorrência dos estreptococos do B neste ...

  6. Estratégias analíticas para determinação de espécies inorgânicas em medicamentos utilizados no tratamento de anemia ferropriva

    OpenAIRE

    Barbosa, Uenderson Araújo

    2015-01-01

    Neste trabalho foram propostas estratégias analíticas visando à avaliação toxicológica de metais e metaloides em medicamentos utilizados no tratamento da anemia ferropriva, empregando técnicas cromatográficas e não cromatográficas. Na primeira parte desta tese determinou-se chumbo nos medicamentos aplicando espectrometria de absorção atômica com atomização eletrotérmica (ETAAS). O preparo da amostra foi realizado fazendo uso de digestão ácida em bloco digestor com sistema de...

  7. Apego materno fetal em gestantes que vivem com HIV/Aids

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Evelise Rigoni de Faria

    2013-06-01

    Full Text Available A gestação no contexto do HIV/Aids é geralmente acompanhada de intensa ansiedade devido à possível transmissão materno infantil do vírus. Este estudo investigou o apego materno fetal em gestantes que viviam com HIV (n = 88, em comparação a gestantes não portadoras do vírus (n = 79, através da Escala de Apego Materno fetal. Os resultados não revelaram diferenças entre as gestantes quanto ao escore total de apego materno fetal. Entretanto, os dados sugerem que o apego materno fetal pode se manifestar de maneira peculiar entre as gestantes que vivem com HIV/Aids: as interações mãe-bebê parecem focar o momento presente da gestação, e os cuidados de saúde com o bebê parecem atrelados àqueles voltados à saúde materna diante da infecção. É possível que a escala não seja suficientemente sensível para eventuais diferenças associadas ao contexto do HIV/Aids. Sugere-se que novos estudos revisem os itens da escala visando maior aproximação das particularidades suscitadas pela infecção quanto ao apego materno fetal.

  8. Infecção pelo HIV entre gestantes atendidas nos centros de testagem e aconselhamento em Aids

    OpenAIRE

    Cardoso,Antônio José Costa; Griep,Rosane Harter; Carvalho,Heráclito Barbosa de; Barros,Alessandro; Silva,Sônia Baptista da; Remien,Robert H.

    2007-01-01

    OBJETIVO: Estimar a prevalência do HIV e identificar comportamentos sexuais de risco para a infecção em gestantes que realizaram rotina da assistência pré-natal. MÉTODOS: Estudo transversal com base em registros de atendimentos de 8.002 gestantes (25% do total dos municípios) residentes em 27 municípios da Região Sul do Brasil, em 2003, que realizaram testes anti-HIV em Centro de Testagem e Aconselhamento que realizavam pré-natal. Foram coletadas informações sociodemográficas e comportamentai...

  9. Insatisfação corporal em gestantes: uma revisão integrativa da literatura

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Fernandes Filgueiras Meireles

    2015-07-01

    Full Text Available Resumo A imagem corporal de gestantes deve ser alvo de atenção por parte dos profissionais, tendo em vista a promoção da saúde materna infantil. O objetivo da presente revisão integrativa foi analisar a literatura sobre imagem e insatisfação corporal em gestantes. Foram buscados artigos nas bases de dados Scopus, PubMed, BVS e PsycINFO utilizando o cruzamento de “pregnancy” com as palavras-chave: “body image” e “body dissatisfaction”. Após a adoção dos critérios de inclusão e exclusão foram analisados 40 estudos. Estes apontam dados inconclusivos quanto à insatisfação corporal durante a gestação. Presença de sintomas depressivos, baixa autoestima, atitude alimentar inadequada e ganho de peso fora dos limites recomendados têm sido associados a uma imagem corporal negativa. Contradições nos achados podem estar relacionados às diferenças nos instrumentos utilizados para mensurar a imagem corporal. Pelo possível impacto de uma imagem corporal negativa durante a gestação na saúde materna e infantil, são recomendadas novas investigações, em especial o desenvolvimento de um instrumento avaliativo de imagem corporal específico para gestantes.

  10. Corrimentos vaginais em gestantes: comparacao da abordagem sindromica com exames da pratica clinica da enfermagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thais Marques Lima

    2013-12-01

    Full Text Available Estudo avaliativo de abordagem quantitativa, com amostra de 104 gestantes, com o objetivo de comparar os achados de infecções vaginais em gestantes obtidos por meio do fluxograma de corrimento vaginal com exames presentes na prática clínica da Enfermagem. Os dados foram coletados por meio de entrevista e exame ginecológico realizados de janeiro a julho de 2011. O fluxograma não se mostrou eficaz na identificação de candidíase e tricomoníase, apresentou baixa sensibilidade (0,0%; 50% e valor preditivo positivo (0,0%; 3,6% para as duas infecções e baixa especificidade para tricomoníase (46%. Mostrou-se satisfatório para vaginose bacteriana, com alta sensibilidade (100%, valor preditivo negativo (100% e acurácia (74%. Conclui-se que o emprego do fluxograma precisa ser reavaliado, visto que não foi eficaz em identificar infecções importantes em gestantes. Os esforços para o desenvolvimento de testes eficazes devem ser contínuos, com intuito de prevenir a disseminação de infecções e reduzir tratamentos desnecessários.

  11. Lombalgia gestacional: prevalência e características clínicas em um grupo de gestantes

    OpenAIRE

    Gomes, Mayra Ruana de Alencar; Araújo, Rodrigo Cappato de; Lima, Alaine Souza; Pitangui, Ana Carolina Rodarti

    2013-01-01

    JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A lombalgia gestacional é uma das principais queixas durante a gestação, sendo responsável por inúmeras repercussões negativas na qualidade de vida da gestante. O objetivo deste estudo foi determinar a prevalência dos tipos de lombalgia e suas características em gestantes. MÉTODO: Trata-se de estudo transversal descritivo realizado com 21 gestantes que realizavam consulta pré-natal no município de Petrolina-PE. Foi realizado exame físico composto por testes específi...

  12. AIDS em gestantes: possibilidade de reduzir a transmissão vertical

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Scherer Wiethäuper

    2003-06-01

    Full Text Available Neste estudo, buscamos investigar o conhecimento que gestantes possuem sobre a transmissão vertical, o comprometimento do feto e o significado do resultado soropositivo que a identifica como infectada pelo HIV. A pesquisa exploratória, de natureza qualitativa, foi desenvolvida em Unidades Sanitárias de São Leopoldo/RS. A análise permitiu captar a percepção de 63 gestantes entre 16 e 40 anos sobre os motivos e os significados para realização do teste, os conhecimentos e vivências do cotidiano e as perspectivas e cuidados com o bebê. Os resultados trazem um alerta aos profissionais que atuam no pré-natal, visto que necessitam atender uma complexidade de situações que emergem quando se vincula gestação e AIDS.

  13. Lúpus eritematoso sistêmico bolhoso em gestante: relato de caso*

    OpenAIRE

    dos Santos, Cristiane Engel; Isaacsson Velho, Pedro Henrique; Marques, Fabrício Machado; Werner, Betina; Aragão, Salun Coelho; Filho, Acir Rachid

    2013-01-01

    O lúpus eritematoso sistêmico pode apresentar inúmeras lesões cutâneas. As lesões bolhosas específicas do lúpus, apesar de raras, apresentam características clínicas e imunopatológicas próprias e implicam em diagnóstico diferencial entre inúmeras patologias bolhosas que podem sobrepor-se ao lúpus eritematoso sistêmico. Apresenta-se um caso de lúpus eritematoso sistêmico bolhoso em gestante.

  14. Fatores nutricionais e psicológicos associados com a ocorrência de picamalácia em gestantes

    OpenAIRE

    Ayeta, Ana Carolina; Cunha, Ana Cristina Barros da; Heidelmann, Sonaly Petronilho; Saunders, Cláudia

    2015-01-01

    Resumo OBJETIVO: Avaliar fatores nutricionais e psicológicos associados com a ocorrência da prática da picamalácia em gestantes atendidas em maternidade pública do Rio de Janeiro, Brasil. MÉTODOS: Estudo descritivo, de caráter exploratório, realizado com 13 gestantes (idades entre 16 e 40 anos) com diagnóstico de picamalácia na gestação atual identificada em entrevista padronizada na consulta com nutricionista que abordava questões sobre ocorrência e frequência do transtorno, além dos tipos...

  15. O uso de anti-retrovirais em gestantes modifica o perfil lipídico?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    El Beitune Patrícia

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar o efeito das medicações anti-retrovirais sobre o metabolismo lipídico em gestantes portadoras do HIV. MÉTODOS: estudo prospectivo realizado em 57 gestantes que foram divididas em três grupos: grupo AZT, com 20 pacientes portadoras do HIV em uso de AZT; grupo TT, com 25 pacientes portadoras do HIV em uso de esquemas contendo três anti-retrovirais (AZT + 3TC + NFV e grupo controle, com 12 pacientes. Os dados demográficos e antropométricos foram homogêneos entre os grupos estudados. Foram excluídas as pacientes com antecedentes pessoais ou familiares de hiperlipidemia. Amostras sanguíneas foram obtidas para avaliação dos lipídeos (colesterol total, frações LDL e HDL-colesterol e triglicerídeos em quatro oportunidades durante a gravidez (1º = 14-20 semanas; 2º = 21-26 semanas; 3º = 27-32 semanas e 4º = 33-38 semanas. Os dados foram analisados utilizando-se os testes não paramétricos do chi², teste de Friedman e teste de Kruskal-Wallis. RESULTADOS: o uso de anti-retrovirais durante a gestação não induziu diferenças nas taxas do colesterol total e HDL, no entanto, o uso destes agentes esteve associado a elevação de 76,5 mg/dL e 84 mg/dL para 96 mg/dL e 105 mg/dL na concentração da fração LDL-colesterol para os grupos AZT e TT, respectivamente (p<0,01. Observou-se associação positiva significante entre os triglicerídeos e a carga viral nas gestantes do grupo AZT (r = 0,53; p = 0,015. CONCLUSÃO: a utilização dos anti-retrovirais durante a gestação eleva significativamente a concentração da lipoproteína LDL. Persistem as dúvidas se a gestação potencializa a longo prazo os efeitos dos anti-retrovirais sobre o metabolismo lipídico.

  16. Índice de alimentação saudável para gestantes: adaptação para uso em gestantes brasileiras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiane Melere

    2013-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a qualidade global da dieta em uma amostra de gestantes, a partir de um parâmetro único, simples e objetivo. MÉTODOS: Gestantes entre a 16ª e 36ª semana de gestação (n = 712 foram arroladas em unidades básicas de saúde em Porto Alegre e Bento Gonçalves, RS, em 2010. Com base no índice americano Alternate Healthy Eating Index for Pregnancy (AHEI-P foi criado o Índice de Alimentação Saudável para Gestantes Brasileiras (HEIP-B. Foram aplicados o questionário de frequência alimentar e o questionário sociodemográfico. Foi utilizada a análise de componentes principais focada para avaliar a relação entre os índices e os nutrientes relevantes à gestação. RESULTADOS: A mediana e o intervalo interquartílico dos índices AHEI-P e HEIP-B foram 66,6 (57,8-72,4 e 67,4 (60,0-73,4, respectivamente. O HEIP-B mostrou boa correlação positiva com os nutrientes que têm recomendação específica no período gestacional folato (r = 0,8; p < 0,001, cálcio (r = 0,6; p < 0,001 e ferro (r = 0,7; p < 0,001. CONCLUSÕES: A qualidade da dieta das gestantes do presente estudo foi classificada dentro do ponto de corte "precisando de melhorias", o que mostra a necessidade de se trabalhar mais especificamente com educação alimentar nesse ciclo da vida. O índice aplicado mostrou boas correlações e, portanto, pode ser considerado um bom instrumento de avaliação da qualidade da alimentação durante a gestação.

  17. Suspected acute toxoplasmosis in pregnant women Suspeita de toxoplasmose aguda em gestantes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcela Peres Castilho-Pelloso

    2007-02-01

    concepto relacionadas ao perfil clínico, laboratorial e terapêutico. MÉTODOS: Estudo retrospectivo com gestantes IgM anti-Toxoplasma gondii reagentes e conceptos atendidos em serviço público de saúde do Paraná, de janeiro/2001-dezembro/2003. Foram obtidas informações a partir de dados dos registros clínicos, laboratoriais (ELISA IgM/IgG, ultrassonográficos e de entrevista materna. Para testar a homogeneidade dos indices de IgM em relação ao tratamento usado, aplicou-se o qui-quadrado de Pearson. O nível de significância adotado foi de 5%. RESULTADOS: Ocorreram 290 casos (1,0% IgM reagentes, evidenciando prevalência de 10,7 gestantes com sorologia reagente a cada 1.000 nascimentos. Duzentos e quatorze de 290 gestantes iniciaram o pré-natal até a 12ª semana de gestação; 146/204 foram assintomáticas; cefaléia, distúrbios visuais e mialgia foram queixas freqüentes; 13/204 gestantes apresentaram anormalidades ao ultrassom; 112/227 gestantes receberam quimioprofilaxia; um único teste ELISA apoiou a maioria das tomadas de decisão para a quimioprofilaxia. Houve tendência em tratar gestantes com índices de IgM=2.000. Dentre as crianças expostas, 44/208 tiveram algum acompanhamento sorológico, das quais todas foram IgG reagentes e três casos IgM reagentes apresentaram manifestações clínicas. CONCLUSÕES: A existência de gestantes com suspeita laboratorial de toxoplasmose aguda não devidamente investigada e de conceptos sem monitoração adequada evidenciam que aspectos fundamentais da assistência pré-natal não estão sendo sistematicamente observados. Aponta-se a necessidade de implementar o sistema de vigilância para gestantes e crianças expostas ao T. gondii.

  18. Baixa autoestima situacional em gestantes: uma análise de acurácia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joyce Carolle Bezerra Cavalcante

    2012-12-01

    Full Text Available Para investigar a acurácia de características definidoras do diagnóstico Baixa autoestima situacional, realizou-se um estudo transversal, com 52 gestantes atendidas num centro de atendimento familiar. Utilizou-se a taxonomia da NANDA-I e a escala de Rosenberg. O diagnóstico esteve presente em 32,7% das gestantes e todas as características apresentaram associação estatística com o diagnóstico, exceto "Relata verbalmente desafio situacional ao seu próprio valor". As características com maior sensibilidade foram "Comportamento indeciso" e "Expressões de desamparo" (82,35%. Já as características "Expressões de sentimento de inutilidade" e "Relata verbalmente desafio situacional atual ao seu próprio valor" apresentaram maior especificidade (94,29%. Tais resultados podem contribuir com a prática de enfermagem, pois a identificação de características acuradas é fundamental para uma inferência segura.

  19. Correlação entre cálcio e insulina durante o teste de tolerância à glicose em ovelhas gestantes e não gestantes

    OpenAIRE

    E. Schmitt; A. Schneider; M.A. Goulart; E. Schwegler; R.A. Pereira; D.A.C. Hoffmann; M.S. Lopes; L.T. Hax; F.A.B. Del Pino; M.N. Corrêa

    2012-01-01

    Compararam-se as concentrações de cálcio, glicose e insulina em ovelhas gestantes e não gestantes submetidas ao teste de tolerância à glicose (TTG). Oito ovelhas gestantes (GG) e oito não gestantes (NG) foram submetidas ao TTG por meio da administração endovenosa de uma solução de glicose, na dose de 500mg/kg de peso vivo. Amostras de sangue foram coletadas nos tempos de -15, zero, 15, 30, 45, 60, 90, 120, 150 e 180 minutos, sendo zero min o momento da infusão, para avaliação da concentração ...

  20. Registro periodontal simplificado em gestantes Periodontal screening and recording in pregnant women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda L. Rosell

    1999-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar através do PSR (Registro Periodontal Simplificado a prevalência, severidade e necessidades básicas de tratamento da doença periodontal em gestantes que freqüentaram a Clínica de Prevenção da Faculdade de Odontologia de Araraquara ­ UNESP. MÉTODOS: Foram examinadas 41 gestantes com idades que variaram de 16 a 37 anos. O PSR foi aplicado com auxílio de uma sonda especialmente recomendada para este exame (sonda Trinity - tipo 621 OMS, indicando os códigos 0 a 4 cujos critérios identificam de saúde gengival, sangramento, cálculo, bolsa periodontal rasa e profunda. Estes foram atribuídos a cada sextante, podendo ou não estarem associados a um asterisco (* diante da presença de recessão gengival, invasão de furca, mobilidade ou alterações muco-gengivais. RESULTADOS: Demonstraram que 100% das gestantes apresentaram alguma alteração gengival, sendo os códigos 2 (56,1% e o * (19,5% os mais prevalentes. Os grupos etários de 15-19 e 20-24 anos, apresentaram o código 2 como maior escore e ausência de sextante excluído (X. A partir do grupo de 25-29 anos, além da maior prevalência ainda ser do código 2 (54,5%, ocorreram os códigos 3 e 4 (bolsa periodontal. Os códigos * e sextante excluído (X tenderam a aumentar com a idade no grupo de 30-37 anos. De modo geral, os códigos 1 e 2, prevaleceram em relação ao percentual de sextantes afetados, correspondendo a 41,6% e 39,8%, respectivamente e afetando 2,49 e 2,39 sextantes, em média, por gestante. Em relação às necessidades de tratamento, 90,2% das gestantes necessitaram tratamentos adicionais aos preventivos, ou seja, 61,0% das gestantes necessitaram de raspagem e alisamento radicular e/ou eliminar margens de restaurações defeituosas e 29,2% de tratamento complexo. CONCLUSÃO: O atendimento às necessidades de tratamento na gravidez deve receber especial atenção com o intuito de se promover saúde bucal e motivação, e conseqüentemente, contribuir

  1. Imagem corporal, atitudes alimentares, sintomas depressivos, autoestima e ansiedade em gestantes de Juiz de Fora, Minas Gerais, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Fernandes Filgueiras Meireles

    Full Text Available Resumo As mudanças vivenciadas pelas gestantes podem impactar negativamente as atitudes corporais e as variáveis associadas. Dessa forma, o objetivo deste estudo foi verificar a influência das atitudes alimentares, sintomas depressivos, autoestima, ansiedade e IMC na imagem corporal de gestantes. Este estudo quantitativo e transversal contou com 386 gestantes de todas as idades gestacionais, entre 18 a 46 anos de idade (média de 29,32 ± 6,04 anos da cidade de Juiz de Fora-MG. Foram aplicados instrumentos para avaliar atitudes corporais, atitudes alimentares, sintomas depressivos, autoestima e ansiedade. Foram coletados dados antropométricos e obstétricos. Realizou-se análises estatísticas descritivas, comparativas e correlacionais. Os achados indicaram correlações significativas entre as atitudes corporais e: atitudes alimentares inadequadas (r = 0,478, sintomas depressivos (r = 0,387, baixa autoestima (r = 0,431 e elevado IMC (r = 0,339. Além disso, essas variáveis juntas exerceram influência de 41,4% sobre a imagem corporal negativa das gestantes. Assim, recomenda-se a avaliação e a orientação nutricional e psicológica a fim de detectar e prevenir psicopatologias, tendo em vista a saúde materna e infantil.

  2. Anemia em gestantes de municípios das regiões Sul e Centro-Oeste do Brasil

    OpenAIRE

    Fujimori,Elizabeth; Sato,Ana Paula Sayuri; Araújo,Claudia Regina Marchiori Antunes; Uchimura,Taqueco Teruya; Porto,Edirene da Silva; Brunken,Gisela Soares; Borges,Ana Luiza Vilela; Szarfarc,Sophia Cornbluth

    2009-01-01

    Objetivou-se analisar a distribuição da anemia em gestantes da rede básica de saúde de dois municípios, na região Sul e Centro-Oeste do Brasil. Estudo transversal retrospectivo e descritivo desenvolvido a partir de dados de prontuários de 954 e 781 gestantes em Cuiabá-MT e Maringá-PR, respectivamente. Coletaram-se dados de caracterização sociodemográfica, de pré-natal e indicadores sociais. Foram consideradas anêmicas, as mulheres com hemoglobina inferior a 11g/dL. A desigualdade social exist...

  3. Plaquetograma em gestantes normais e com pré-eclâmpsia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Santos Elvany Verônica dos

    2004-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar parâmetros do plaquetograma comparando os valores em gestantes normais e com pré-eclâmpsia. MÉTODOS: realizou-se estudo transversal controlado. Foram revisados os prontuários das mulheres internadas em hospital universitário, no período de 1 de janeiro de 2001 a 31 de julho de 2002. Foram pré-selecionadas aquelas que tinham plaquetograma realizado a partir da 28ª semana de gravidez. Foram analisados dois grupos de estudo: grupo PE (36 portadoras de pré-eclâmpsia e grupo GN (58 gestantes normais. Os parâmetros plaquetários analisados pelo método automatizado foram: contagem de plaquetas, volume médio de plaquetas (MPV, largura de distribuição de plaquetas (PDW e razão de células grandes de plaquetas (P-LCR. A análise estatística usou o teste t de Student e o teste do c² para comparar os grupos, e para avaliar o grau de dependência entre as variáveis utilizou-se o coeficiente de determinação (r². Para todos os testes, o nível de significância considerado foi p < 0,05. RESULTADOS: a contagem de plaquetas não foi diferente entre os grupos, porém os demais parâmetros plaquetários estavam significativamente mais elevados no grupo PE. A gravidade da doença foi documentada em 91,7% das portadoras de pré-eclâmpsia, apesar de nenhuma das pacientes incluídas ter apresentado trombocitopenia como critério de gravidade. Detectaram-se correlações negativas entre a contagem das plaquetas e entre os demais parâmetros plaquetários analisados, e correlações positivas entre MPV e PDW, MPV e P-LCR e entre PDW e P-LCR. Observaram-se ainda correlações positivas entre MPV, PDW e P-LCR e as pressões sistólicas e diastólicas máximas. CONCLUSÕES: a pré-eclâmpsia esteve associada com estes novos parâmetros plaquetários, sugerindo alterações funcionais das plaquetas. A aplicabilidade clínica destes parâmetros, como marcadores mais precoces de gravidade da pré-eclâmpsia, exige mais estudos.

  4. INFECÇÃO DO TRATO URINÁRIO EM GESTANTES: INCIDÊNCIA E PERFIL DE SUSCETIBILIDADE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Yáskara Gorczevski PIGOSSO

    2016-06-01

    Full Text Available Na gestação, a infecção do trato urinário (ITU é de grande importância em função de sua elevada incidência nesse período de vida da mulher.  O presente estudo teve por objetivos conhecer a incidência de ITUs em gestantes da cidade de Missal - PR, os fatores de suscetibilidade, assim como os principais agentes etiológicos envolvidos e sua sensibilidade aos antimicrobianos. Foram realizadas análises físicas, químicas, microscópicas, identificação bioquímica de bactérias, quando presentes, e antibiograma em amostras de urina de 50 gestantes. Verificou-se que 9 (18% apresentaram infecção urinária, sendo destas, 5 (55,5% assintomáticas. O principal patógeno responsável pelas infecções foi Escherichia coli, seguida de Enterococcus faecalis e Streptococcus agalactiae. O estudo revela a grande importância do diagnóstico precoce e tratamento adequado das ITUs, evitando assim, complicações à gestante e ao futuro concepto.

  5. ANEMIA E CONSUMO ALIMENTAR DE GESTANTES ADOLESCENTES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    A. C.P. DIAS

    2009-03-01

    Full Text Available

    O aumento na incidência da gravidez na adolescência tem sido vista com preocupação por especialistas em saúde pública. O consumo de alimentos para a manutenção da alta demanda por nutrientes é um dos componentes mais relevantes para a saúde das gestantes adolescentes. Este estudo teve por objetivo conhecer o consumo habitual de nutrientes específicos por gestantes adolescentes, através do método do recordatório 24 horas e, a presença de anemia, através da determinação da hemoglobina sérica. Medidas antropométricas e informações sócio-econômicas e de saúde complementaram os dados. A energia e os macronutrientes ingeridos foram nutricionalmente adequados, assim como a vitamina C. J�� o ferro consumido não encontrou o requerimento nutricional para o grupo. Somente as gestantes que faziam uso de suplemento de ferro encontraram suas necessidades. Associação entre a presença de anemia e idade cronológica, idade da primeira relação sexual e trabalho foi encontrada. Enfatizar a importância da suplementação de ferro e da educação nutricional para prevenir a anemia ferropriva no pré-natal é um fator fundamental para melhorar os resultados da gravidez na adolescência. PALAVRAS-CHAVE: Gravidez na adolescência; consumo de nutrientes; anemia.

  6. Salud familiar en familias con adolescente gestante Saúde familiar em famílias com adolescentes gestantes Family health in families with pregnant adolescents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Martha cecilia Veloza Morales

    2012-01-01

    Full Text Available La investigación se basó en la teoría de organización sistémica de Marie Louse Friedemann; el objetivo fue describir el grado de salud familiar de familias con adolescente gestante. Estudio Descriptivo transversal comparativo, con abordaje cuantitativo donde se evaluó el grado de salud familiar a 100 familias atendidas en dos instituciones prestadoras de Salud (IPS en Bogotá, Colombia; se organizaron en dos grupos: la mitad de las familias con adolescentes gestantes que presentaron morbilidad en el tercer trimestre del embarazo y la otra mitad que no presentaron morbilidad; para la recolección de la información se utilizó el instrumento ISF GES 19 diseñado, implementado y probado por la doctora Pilar Amaya de Peña. Se obtuvo una visión global acerca de la salud familiar y se comparó el grado de salud familiar de acuerdo con las características halladas en cada uno de los grupos. Se concluye que las familias no sienten o no perciben el riesgo de sufrir o no una patología durante el embarazo, y por tanto, no afecta su grado de salud familiar el cual consideran saludable y satisfecho. Se invita a crear estrategias que conlleven a disminuir los riesgos de salud a que se expone la familia y la madre adolescente.Apesquisa foi baseada na teoria da organização sistémica de Marie Louse Friedemann; o objeto foi descrever o grau de saúde familiar das famílias com adolescentes gestantes. Estu-do descritivo transversal comparativo, com abordagem quan-titativa onde foi avaliado o grau de saúde familiar de 100 famí-lias atendidas em duas instituições fornecedoras de serviços de saúde (IPS em Bogotá, Colômbia. As 100 famílias foram organizadas em dois grupos: a metade das famílias com adolescentes gestantes que apresentaram morbidez no terceiro trimestre de gravidez e a outra metade conformada por aquelas famílias com adolescentes gestantes que não apresentaram morbidez; para a compilação da informação, utilizou-se o

  7. Educação em Saúde Para Gestantes e Bebês de Alto Risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Marise Pacheco Andrade de Souza

    2014-12-01

    Este trabalho é um relato de experiência de um programa de extensão intitulado Programa de Atenção à Saúde Materno-Infantil (PAMI, através de seu projeto “Educação em Saúde na Área Materno-Infantil”, realizado junto às gestantes e bebês de alto risco atendidos no Ambulatório Universitário (AU da Universidade Regional de Blumenau (FURB, localizada no Estado de Santa Catarina. O projeto atua desde 1996, e recebe apoio financeiro da Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação, Extensão e Cultura (PROPEX. O objetivo é realizar a educação em saúde para gestantes de alto risco e mães de bebês de alto risco, oportunizando o conhecimento para a realização de ações e atitudes que promovam a qualidade de vida das mães e seus bebês. O trabalho tem caráter inter e multidisciplinar envolvendo profissionais e estudantes da odontologia, medicina, enfermagem, nutrição e psicologia. São realizados encontros na unidade de saúde, com temas selecionados a partir das necessidades elencadas pelas gestantes e mães dos bebês, além de atendimento psicológico conforme demanda e atendimento odontológico dos bebês. Esse trabalho propicia a troca de saberes entre todos os sujeitos que participam do processo e contribui para a melhoria da saúde física e mental das gestantes e dos bebês.

  8. Pesquisa do estreptococo do Grupo B em gestantes da Zona Leste de São Paulo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Mello Função

    2013-02-01

    Full Text Available O presente trabalho trata-se de estudo transversal e retrospectivo, realizado com trinta mulheres usuárias de uma Unidade Básica de Saúde (UBS da Zona Leste de São Paulo, por meio de entrevista e consulta de prontuários, com o objetivo de verificar como ocorre a pesquisa do estreptococo do grupo B em gestantes. As participantes da amostra realizaram pré-natais na UBS etiveram seus bebês no período de janeiro de 2009 a dezembro de 2010. Realizaram a cultura do EGB 23 mulheres (76,7% do total, 82,6% com resultados negativos e 17,4%, positivos; 43,5% delas realizaram o exame entre 35 e 37 semanas de gestação; 23,5% não realizaram o exame, a maior parte por ausência de solicitação. Foi possível verificar que ocorreram falhas no rastreamento do EGB durante o período selecionado.

  9. Pesquisa do estreptococo do Grupo B em gestantes da Zona Leste de São Paulo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Mello Função

    Full Text Available O presente trabalho trata-se de estudo transversal e retrospectivo, realizado com trinta mulheres usuárias de uma Unidade Básica de Saúde (UBS da Zona Leste de São Paulo, por meio de entrevista e consulta de prontuários, com o objetivo de verificar como ocorre a pesquisa do estreptococo do grupo B em gestantes. As participantes da amostra realizaram pré-natais na UBS etiveram seus bebês no período de janeiro de 2009 a dezembro de 2010. Realizaram a cultura do EGB 23 mulheres (76,7% do total, 82,6% com resultados negativos e 17,4%, positivos; 43,5% delas realizaram o exame entre 35 e 37 semanas de gestação; 23,5% não realizaram o exame, a maior parte por ausência de solicitação. Foi possível verificar que ocorreram falhas no rastreamento do EGB durante o período selecionado.

  10. Arterite de Takayasu em Gestante: Relato de Caso / Takayasu Arteritis in Pregnancy: Case Report

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia Resende Penido

    2015-12-01

    Full Text Available Introdução: A Arterite de Takayasu (AT consiste em uma vasculopatia de origem indefinida, sendo de caráter crônico, que afeta a aorta e seus ramos principais. Em gestantes é uma condição complexa, em que o tratamento clínico é realizado com restrições. A utilização de corticoides tem sido favorável no controle inflamatório, principalmente naqueles casos em que antes da gravidez se fazia uso de imunossupressores. Casuística: Foi relatado um caso de uma gestante portadora de AT, através da análise de prontuário e de exames complementares, sendo realizado o pré-natal pelas equipes de Obstetrícia e Reumatologia, onde foi realizado tratamento clínico com corticoides, mostrando uma evolução satisfatória, ocorrendo apenas uma hospitalização que foi seguida de uma cesárea na trigésima sexta semana de gravidez, com recém nato saudável de 3.810g. Discussão: A AT pode estar associada a várias etiologias, sendo a gênese pouco conhecida. O diagnóstico na maioria das vezes é demorado, pela dificuldade da suspeita clínica, além de demandar o uso de técnicas de imagem mais sofisticadas. A gestação associada é fenômeno raro, já que as portadoras são orientadas a evitarem a gravidez. O controle clínico permitiu uma gestação sem grandes complicações e serviu como meio para levar a gestação até praticamente o fim do terceiro trimestre. Conclusão: Deve-se ressaltar o papel do acompanhamento clínico, especialmente com esta pan-arterite, mostrando os medicamentos que podem ser utilizados nesse grupo, especialmente quando se usava imunossupressores antes da gravidez. Introduction: Takayasu's arteritis (TA consists of a vascular disease of unknown origin and chronic nature, which affects the aorta and its main branches. In pregnant women it is a complex condition, in which the clinical treatment is performed with restrictions. The use of corticosteroids has been favorable to control inflammation, especially in those

  11. Intolerância glicêmica e o prognóstico perinatal em gestantes utilizando anti-retrovirais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    El Beitune Patrícia

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: estudar o efeito das drogas anti-retrovirais sobre o metabolismo glicêmico em gestantes portadoras do HIV-1 e a ação dessas medicações sobre o prognóstico perinatal. MÉTODOS: estudo prospectivo realizado em 57 gestantes divididas em três grupos: grupo AZT, utilizando zidovudina (n=20; grupo TT, utilizando zidovudina+lamivudina+nelfinavir (n=25, e grupo controle, gestantes normais (n=12. Obteve-se a área sob a curva (ASC das glicemias após teste oral de tolerância à glicose com 75 g de glicose em quatro oportunidades durante a gravidez (1º=14-20 semanas, 2º=21-26 semanas, 3º=27-32 semanas e 4º=33-38 semanas. O prognóstico perinatal levou em consideração as taxas de prematuridade, restrição de crescimento intra-útero (RCIU, baixo peso ao nascer, mortalidade perinatal e transmissão vertical do HIV-1. Os dados foram analisados utilizando-se os testes não paramétricos do c², de Friedman e de Kruskal-Wallis. RESULTADOS: os valores da mediana da ASC foi de 11.685 mg/dL-2h para o grupo controle, 13.477 mg/dL-2h para o grupo AZT e 13.650 mg/dL-2h para o grupo TT (p=0,049. Não se observou efeito deletério dos anti-retrovirais sobre as taxas de prematuridade, baixo peso ao nascer, RCIU e índices de Apgar. Não houve nenhum caso de transmissão vertical do HIV-1. CONCLUSÕES: verificou-se o desenvolvimento de intolerância glicêmica em gestantes que utilizaram tratamento tríplice, não sendo observado naquelas que utilizaram apenas AZT. Não houve efeitos deletérios dos anti-retrovirais sobre o prognóstico perinatal.

  12. Hiperreflexia autonômica em gestante tetraplégica: relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simoni Ricardo Francisco

    2003-01-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: As complicações da gestante com lesão medular incluem infecções urinárias, calculose renal, anemia, úlceras de decúbito, espasmos musculares, sepsis, hiperatividade uterina e a hiperreflexia autonômica. Durante a anestesia a hiperreflexia autonômica é a complicação mais importante, que deve ser, antes de tudo, prevenida. Ela é freqüentemente desenvolvida em pacientes com transecção medular ao nível da quinta à sétima vértebra torácica, ou acima. Nosso relato tem com objetivo apresentar um caso de gestante tetraplégica, com lesão ao nível da sexta vértebra cervical, que se submeteu à operação cesariana sob anestesia peridural contínua com bupivacaína a 0,25% sem vasoconstritor, associada ao fentanil. RELATO DO CASO: Paciente tetraplégica, primigesta à termo, idade gestacional de 39 semanas, branca, 22 anos, 63 kg, 168 cm de altura, estado físico ASA II, internada para ser submetida a cesariana eletiva. Relatava trauma raquimedular ao nível de C6 há 3 anos. Após hidratação prévia com 1500 ml de solução fisiológica, procedeu-se à anestesia peridural com punção mediana no espaço L3-L4 com a paciente em decúbito lateral, agulha Tuohy descartável calibre 17G e sem botão anestésico prévio. Imediatamente após a introdução da agulha, observou-se contração da musculatura paravertebral adjacente, aumento da pressão arterial (PA = 158 x 72 mmHg e aumento da freqüência cardíaca (FC = 90 bpm. No entanto, a paciente não relatava dor. Retirou-se agulha e fez-se o botão anestésico, dando-se seqüência ao bloqueio peridural, com injeção de 20 ml de bupivacaína a 0,25% sem vasoconstritor associados a 100 µg de fentanil espinhal e passagem de cateter peridural em sentido cefálico (3 a 4 cm. A cirurgia transcorreu sem intercorrências, não havendo necessidade de complementação do bloqueio em nenhum momento. Houve dois episódios de hipotensão arterial nas primeiras

  13. COLONIZAÇÃO PELO ESTREPTOCOCO DO GRUPO B EM GESTANTES DURANTE O TRABALHO DE PARTO EM UMA MATERNIDADE DE SÃO LUÍS, MARANHÃO

    OpenAIRE

    ADRIANA LIMA DOS REIS COSTA

    2008-01-01

    Objetivo: Estudar a colonização pelo estreptococo do grupo B (EGB) em gestantes em pródromos ou em trabalho de parto. Métodos: Foram colhidas culturas vaginal e retal de 201 gestantes atendidas na Admissão/SPA da Maternidade Marly Sarney em São Luís MA. As amostras obtidas foram inoculadas em meio seletivo de Todd- Hewith e, posteriormente subcultivadas em placas de ágar-sangue. O teste de CAMP foi utilizado para identificação do EGB. Foram estudadas as variáveis sóciodemográf...

  14. Aloanticorpo anti-Diego (a em gestante Anti-Diego (a alloantibody in pregnant

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Célia R. G. Silva

    2004-12-01

    Full Text Available O sistema de grupo sangüíneo Diego é composto principalmente por dois antígenos Diegoª (Diª e Diego b (Di b. A prevalência de Diª na população caucasóide é rara com uma freqüência de aproximadamente de 0,02%, podendo gerar anticorpos que são clinicamente significantes em medicina transfusional e neonatal. O presente estudo relata anti-Diª em gestante caucasóide detectado nos exames realizados no pré-parto por meio do teste indireto de antigamaglobulina humana. Na amostra de sangue de cordão foi realizado o teste de antigamaglobulina direto e o resultado foi negativo, o fenótipo do recém-nascido revelou Di (a - b +; portanto, a criança não desenvolveu doença hemolítica perinatal. O estudo fenotípico realizado em toda a família revelou que a sensibilização materna provavelmente ocorreu na segunda gestação gemelar onde as duas crianças demonstraram a presença de antígeno Diª adquirido por herança paterna.The Diego blood group system is composed of two principal antigens Diegoª (Diª and Diego b (Di b. In the Caucasian population the prevalence of Diª is rare with a frequency of about 0.02% and can lead to the production of antibodies that are important in newborn babies and in transfusional medicine. The present study reports on anti-Diª antibodies in a Caucasian pregnant woman, detected by indirect anti-globulin testing shortly before delivery. The direct anti-globulin test of the newborn's blood cord was negative because its phenotype was Di (a- b+. So the newborn did not develop any hemolytic diseases. A phenotyping study of the whole family was performed which revealed that probably the mother became sensitive during her second pregnancy of twins where the two children presented with the Diª antigen phenotype inherited from the father.

  15. Anemia ferropriva em populações da região sul do Estado de São Paulo Iron deficiency anaemia in populations of the Southern area of the State of S. Paulo, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sophia Cornblüth Szarfarc

    1972-06-01

    Full Text Available Foi feito um levantamento da ocorrência de anemia ferropriva no Vale do Ribeira, nas localidades de Iguape, Apiaí, Ribeira, Barra do Chapéu e Pontal do Ribeira, através de dosagens, no sangue, de Hemoglobina, Hematócrito, Ferro sérico e Capacidade de Ligação de Ferro. Na mesma amostra populacional, pelo estudo da composição dos alimentos consumidos, foi obtida a ingestão de ferro, média, diária, "per capita" nas seis localidades referidas. Os resultados da adequação de consumo foram: em Iguape, 91%; Pontal do Ribeira, 63%; Icapara, 81%; Apiaí, 122%; Ribeira, 99% e em Barra do Chapéu, 125%. Através dos índices aplicados, evidenciou-se a existência de anemia como problema de Saúde Pública na grande maioria das áreas estudadas.A study of iron deficiency anaemia in seaside and mountain population of the southern area of the state of S. Paulo, Brazil, was carried out. The towns studies were, Iguape, Pontal do Ribeira, Icapara, Apiai, Ribeira and Barra do Chapeu. Studying the composition of food-stuff consumed a "per capita" average iron consumption was stablished for each town. Results showed that consumption of iron in Iguape was 91% of minimum needs, Pontal do Ribeira, 63%, Icapara, 81%, Apiai, 122%, Ribeira, 99% and Barra do Chapeu, 125%. It was found that in most localities iron deficiency anaemia constitutes a public health problem.

  16. Maternidade em situação de infecção pelo HIV : um estudo sobre os sentimentos de gestantes soropositivas

    OpenAIRE

    Fernanda Torres de Carvalho

    2005-01-01

    O presente estudo examinou os sentimentos de gestantes soropositivas para HIV a respeito da própria infecção, da maternidade e do bebê. Participaram do estudo seis gestantes com idades entre 26 e 35 anos, de nível sócio-econômico baixo, selecionadas em uma unidade de tratamento para HIV/AIDS. Realizou-se uma entrevista semi-estrutura com cada participante. Análise de conteúdo qualitativa foi utilizada, para examinar as respostas das participantes, baseada em três categorias: Experiência de in...

  17. O ser adolescente gestante em transição: um enfoque de cuidar-pesquisar sob a ótica da enfermagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ivete Palmira Sanson Zagonel

    2002-08-01

    Full Text Available Este trabalho tem como objeto o significado do ex-sistir feminino na cotidianidade diante da transição da adolescência e gestação. Objetiva compreender o sentido de ser adolescente gestante em transição ex-sistindo, como fenômeno situado, diante da simultaneidade dos eventos vitais, expressos pelos discursos e cuidar do ser adolescente gestante ao mesmo tempo em que desvela o sentido que funda a simultaneidade transicional feminina dos eventos vitais. Foram analisados oito discursos, utilizando a entrevista fenomenológica guiada pela questão norteadora "o que é ser adolescente e gestante em transição ex-sistindo, como fenômeno situado diante da simultaneidade dos eventos vitais, enquanto este ser é cuidado". A análise compreensiva dos depoimentos deu-se à luz da hermenêutica heideggeriana. Permitiu desvelar o ser adolescente gestante em transição, enquanto ser de possibilidades, projeta-se enquanto ser exsistindo, mostra-se surpresa, temerosa, fragilizada, vivência a ambiguidade entre o prazer e o sofrimento, a partir das significações atribuídas às vivências.

  18. Prevalência de HIV em gestantes e transmissão vertical segundo perfil socioeconômico, Vitória, ES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anne Caroline Barbosa Cerqueira Vieira

    2011-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever a prevalência de infecção por HIV em gestantes e a taxa de transmissão vertical, segundo o perfil socioeconômico dos bairros de residência das mães. MÉTODOS: Estudo ecológico exploratório utilizando a base de dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação de gestantes HIV-positivas e aids em crianças notificadas entre 2000 e 2006 em Vitória, ES. Para análise das informações socioeconômicas foi utilizado o Índice de Qualidade Urbana. A prevalência de HIV em gestantes e a taxa de transmissão vertical foram calculadas. A distribuição espacial dos casos foi realizada no programa Terraview 3.2.0. Para verificar a associação entre a qualidade urbana e a prevalência de HIV em gestantes utilizou-se o modelo de regressão de Poisson. RESULTADOS: Um total de 137 gestantes e 14 crianças infectadas por transmissão vertical foi notificado no período. Sete crianças correspondiam a mães HIV-positivas sem notificação de caso no período analisado. A prevalência de infecção em gestantes no período foi de 0,44% e a taxa de transmissão vertical foi de 9,7%. CONCLUSÕES: A prevalência de infecção por HIV em gestantes e a transmissão vertical associam-se à qualidade urbana do bairro de residência, indicando que os bairros com menor qualidade urbana devem ser priorizados quanto às ações para redução da transmissão vertical.

  19. Fortificação das farinhas com ferro e controle da anemia em gestantes de Teresina, Piauí, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Manoel Dias de Souza Filho

    2011-10-01

    Full Text Available OBJETIVO Comparar níveis de hemoglobina e ocorrência de anemia em gestantes antes e depois da fortificação das farinhas e caracterizar a prática alimentar de gestantes usuárias atuais dos serviços. MÉTODOS Estudo transversal que analisou dados de hemoglobina de gestantes atendidas em dois serviços públicos de maior demanda pré-natal do Município de Teresina, Piauí. Os dados foram obtidos de 854 prontuários de gestantes distribuídas em dois grupos: não fortificado (427 gestantes com parto anterior a junho/2004 e fortificado (427 gestantes com data da última menstruação posterior a junho/2005. Gestantes com nível de hemoglobina <11,0g/dL foram consideradas anêmicas. O consumo alimentar foi analisado por meio de questionário de frequência alimentar semiquantitativo. RESULTADOS Níveis médios de hemoglobina aumentaram significativamente de 11,7g/dL, DP=1,2 para 12,4g/dL, DP=1,3 (p<0,001 após a fortificação. A prevalência de anemia caiu de 27,2% no grupo não fortificado para 11,5% no grupo fortificado (p<0,001. CONCLUSÃO Houve melhora significativa no quadro de anemia após a fortificação das farinhas, o que sugere que a intervenção foi efetiva no controle da deficiência de ferro, porém o estudo não permite atribuir tal resultado apenas à implantação dessa medida, embora análise da prática alimentar tenha mostrado que as gestantes de Teresina (PI apresentaram condição diferenciada de alimentação, com consumo frequente de fontes naturais de ferro e de facilitadores de sua absorção, além de alimentos fortificados.

  20. Estudo da incidência de vaginose bacteriana em parturientes pré-termo ou gestantes com amniorrexe prematura

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raquel G. A. Torres

    2008-01-01

    Full Text Available Objetivos: relacionar a incidência de vaginose bacteriana entre parturientes com diagnóstico de trabalho de parto prematuro ou gestantes com amniorexe prematura em Sorocaba/SP. Metodologia: estudamos, de setembro/2003 a junho/2004, 30 pacientes internadas com diagnóstico clínico de trabalho de parto prematuro e/ou amniorexe prematura com idade gestacional inferior a 37 semanas. Como grupo controle tivemos 30 gestantes internadas para tratamento de outras intercorrências clínicas e/ou obstétricas, pareadas com o grupo de estudo pela idade cronológica e idade gestacional. A vaginose bacteriana foi diagnosticada pelo pH vaginal superior a 4.5, liberação de odor de “peixe podre” ao adicionar KOH (10% ao conteúdo vaginal, presença de “clue-cell” nesse material, e a caracterização de esfregaço sugestivo de vaginose bacteriana pelo método de Gram. Resultados: a vaginose bacteriana foi encontrada em 10.0% das pacientes do grupo de estudo e em 13.3% das pacientes do grupo controle. Encontramos também a presença de processos infecciosos vaginais, especialmente causados por leveduras, ambos achados não apresentaram significância estatística. Conclusão: a vaginose bacteriana não se associou de maneira significante com a ocorrência de trabalho de parto prematuro e/ou amniorexe prematura. Trabalho subsidiado por bolsa PIBIC-CNPq.

  1. Prevalência de HIV em gestantes e transmissão vertical segundo perfil socioeconômico, Vitória, ES

    OpenAIRE

    Anne Caroline Barbosa Cerqueira Vieira; Angélica Espinosa Miranda; Paulo Roberto Merçon de Vargas; Ethel Leonor Noia Maciel

    2011-01-01

    OBJETIVO: Descrever a prevalência de infecção por HIV em gestantes e a taxa de transmissão vertical, segundo o perfil socioeconômico dos bairros de residência das mães. MÉTODOS: Estudo ecológico exploratório utilizando a base de dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação de gestantes HIV-positivas e aids em crianças notificadas entre 2000 e 2006 em Vitória, ES. Para análise das informações socioeconômicas foi utilizado o Índice de Qualidade Urbana. A prevalência de HIV em gestan...

  2. Consumo, digestibilidade e parâmetros ruminais em vacas gestantes alimentadas com silagem de rama de mandioca

    OpenAIRE

    Modesto,Elisa Cristina; Santos,Geraldo Tadeu dos; Zambom,Maximiliane Alavarse; Damasceno,Julio Cesar; Branco,Antonio Ferriani; Vilela,Duarte

    2008-01-01

    O experimento foi conduzido para estudar os efeitos da substituição da silagem de milho pela silagem da rama de mandioca para vacas gestantes não-lactantes. Os níveis de substituição da silagem de milho pela silagem da rama de mandioca foram 0, 20, 40 e 60%. Foram avaliados o consumo e as digestibilidades de matéria seca (MS), matéria orgânica (MO), proteína bruta (PB), fibra em detergente neutro (FDN), carboidratos totais (CT) e carboidratos não-fibrosos (CNF), o pH e o nitrogênio amoniacal ...

  3. Educação em Saúde Para Gestantes e Bebês de Alto Risco

    OpenAIRE

    Ana Marise Pacheco Andrade de Souza; Rosana Silva dos Santos Schmitt; Anamaria Araujo da Silva; Anna Maria Dalmôninco Moser

    2014-01-01

    http://dx.doi.org/10.5007/1807-0221.2014v11n18p108 Este trabalho é um relato de experiência de um programa de extensão intitulado Programa de Atenção à Saúde Materno-Infantil (PAMI), através de seu projeto “Educação em Saúde na Área Materno-Infantil”, realizado junto às gestantes e bebês de alto risco atendidos no Ambulatório Universitário (AU) da Universidade Regional de Blumenau (FURB), localizada no Estado de Santa Catarina. O projeto atua desde 1996, e recebe apoio financeiro da Pró-Re...

  4. Identificação das dúvidas e dificuldades de gestantes e puérperas em relação ao aleitamento materno

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carla Thamires Rodriguez Castelli

    2014-08-01

    Full Text Available Objetivos identificar e descrever as dúvidas e dificuldades das gestantes e puérperas em relação à amamentação, além de compará-las nos períodos pré-natal e puerperal. Métodos caracteriza-se por um estudo transversal, descritivo e comparativo, composto por dois grupos: gestantes e puérperas. Houve a aprovação do Comitê de Ética em Pesquisas / Santa Casa sob nº 23355. Para coleta elaborou-se questionário com perguntas sobre aleitamento materno. As variáveis foram analisadas por meio de associações entre as respostas dos grupos com a utilização dos testes Qui-Quadrado de Pearson, Exato de Fisher e T de Student. Resultados as puérperas apresentaram maior escore de conhecimento geral quando comparadas às gestantes (p = 0,001. Ao relacionar a idade com o conhecimento, quanto maior a idade da puérpera maior o percentual de conhecimento (r= 0, 283; p=0,011. Ao analisar as puérperas primíparas, observou-se que estas apresentavam mais queixas quando comparadas com as que já possuíam um ou mais filhos (p= 0,014. Conclusões gestantes, mulheres primíparas, adolescentes e jovens possuem mais dúvidas e dificuldades em relação ao aleitamento materno. A equipe assistencial deve estar preparada para que a gestante tenha o trato correto com suas mamas e conscientização sobre a amamentação natural, para assim chegar ao período puerperal mais segura e incentivada ao aleitamento exclusivo.

  5. Implante de cardio-desfibrilador em gestantes com cardiomiopatia hipertrófica

    OpenAIRE

    Paula,Leonardo Jorge Cordeiro de; Ribeiro,Henrique Barbosa; Oliveira Júnior,Roberto Márcio de; Silva,Kátia Regina da

    2010-01-01

    Descrevemos os casos de duas gestantes portadoras de cardiomiopatia hipertrófica com alto risco de morte súbita arrítmica, que foram submetidas a implante de cardioversor-desfibrilador automático (CDI) no intercurso da gestação. O momento para a realização do procedimento e os cuidados necessários para o implante do CDI durante a gestação são discutidos e foram os principais objetivos deste relato.

  6. Controle da asma e qualidade de vida em gestantes asmáticas

    OpenAIRE

    Maranhão, Aline Duarte

    2014-01-01

    A asma brônquica é uma doença caracterizada por sintomas como tosse, sibilos e dispneia, sendo considerada a principal doença respiratória a acometer gestantes e, quando mal controlada, está associada a maior risco de complicações na gravidez como pré-eclâmpsia, prematuridade e recém-nascidos de baixo peso ao nascer. Com o surgimento dos broncodilatadores e corticoides inalados houve um melhor controle das crises de asma, o que gerou um aumento do interesse também quanto à aval...

  7. Resultados maternos e perinatais em gestantes portadoras de leucemia Maternal and perinatal outcomes in pregnant women with leukemia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roseli Mieko Yamamoto Nomura

    2011-08-01

    Full Text Available RESUMO OBJETIVO: Descrever as complicações maternas e os resultados perinatais entre as gestantes com diagnóstico de leucemia que foram acompanhadas no pré-natal e no parto em hospital universitário. MÉTODOS: Estudo retrospectivo do período de 2001 a 2011, que incluiu 16 gestantes portadoras de leucemia acompanhadas pela equipe de pré-natal especializado em hemopatias e gestação. Nas leucoses agudas, diagnosticadas após o primeiro trimestre, a recomendação foi realizar a quimioterapia apesar da gestação em curso. Nas gestantes com leucoses crônicas, quando controladas do ponto de vista hematológico, foram mantidas sem medicação durante a gravidez, ou, foi introduzida terapêutica antineoplásica após o primeiro trimestre. Foram analisadas as complicações maternas e os resultados perinatais. RESULTADOS: A leucemia linfoide aguda (LLA foi diagnosticada em cinco casos (31,3%, a leucemia mieloide aguda (LMA em dois casos (12,5% e a leucemia mieloide crônica (LMC em nove casos (56,3%. Nos casos de leucemias agudas, dois (28,6% casos foram diagnosticados no primeiro trimestre, dois (28,6% no segundo e três (42,9% no terceiro. Duas gestantes com LLA diagnosticada no primeiro trimestre optaram pelo aborto terapêutico. Quatro casos de leucemia aguda receberam tratamento quimioterápico na gestação, com diagnóstico estabelecido após a 20ª semana. Em um caso de LLA com diagnóstico tardio (30ª semana a quimioterapia foi iniciada após o parto. Todas as gestantes com leucemia aguda evoluíram com anemia e plaquetopenia, quatro casos (57,1% evoluíram com neutropenia febril. Das gestantes com LMC, quatro utilizavam mesilato de imatinibe quando engravidaram, três delas suspenderam no primeiro trimestre e uma no segundo. Durante a gravidez, três (33,3% não necessitaram de terapêutica antineoplásica após suspensão do imatinibe; e em seis (66,7% foram utilizadas as seguintes drogas: interferon (n=5 e/ou hidroxiureia (n=3. No

  8. Risco de suicídio em gestantes de alto risco: um estudo exploratório Risk of suicide in high risk pregnancy: an exploratory study

    OpenAIRE

    Gláucia Rosana Guerra Benute; Roseli Mieko Yamamoto Nomura; Vanessa Marques Ferreira Jorge; Daniele Nonnenmacher; Renério Fráguas Junior; Mara Cristina Souza de Lucia; Marcelo Zugaib

    2011-01-01

    OBJETIVO: Identificar o risco para comportamento suicida em gestantes de alto risco em um hospital público de São Paulo. MÉTODOS: Foi realizada entrevista semiestruturada com questionário previamente elaborado com cada uma das participantes (n = 268). O risco para suicídio foi identificado por meio da versão em português do PRIME-MD. RESULTADOS: A média de idade foi de 29 anos (SD = 0,507) e 30 semanas gestacionais (SD = 0,556). Constatou-se risco específico para suicídio em 5% (n = 14) do to...

  9. Índice de alimentação saudável para gestantes: adaptação para uso em gestantes brasileiras Índice de alimentación saludable para gestantes: adaptación para uso en gestantes brasileñas Healthy eating index for pregnancy: adaptation for use in pregnant women in Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiane Melere

    2013-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a qualidade global da dieta em uma amostra de gestantes, a partir de um parâmetro único, simples e objetivo. MÉTODOS: Gestantes entre a 16ª e 36ª semana de gestação (n = 712 foram arroladas em unidades básicas de saúde em Porto Alegre e Bento Gonçalves, RS, em 2010. Com base no índice americano Alternate Healthy Eating Index for Pregnancy (AHEI-P foi criado o Índice de Alimentação Saudável para Gestantes Brasileiras (HEIP-B. Foram aplicados o questionário de frequência alimentar e o questionário sociodemográfico. Foi utilizada a análise de componentes principais focada para avaliar a relação entre os índices e os nutrientes relevantes à gestação. RESULTADOS: A mediana e o intervalo interquartílico dos índices AHEI-P e HEIP-B foram 66,6 (57,8-72,4 e 67,4 (60,0-73,4, respectivamente. O HEIP-B mostrou boa correlação positiva com os nutrientes que têm recomendação específica no período gestacional folato (r = 0,8; p OBJETIVO: Evaluar la calidad global de la dieta en una muestra de gestantes, a partir de um parámetro único, simple y objetivo. MÉTODOS: Gestantes entre 16ª y 36ª semana de gestación (n=712 fueron inventariadas en unidades básicas de salud en Porto Alegre y Bento Gonçalves, RS, Brasil, en 2010. Con base en el índice americano Alternate Healthy Eating Index for Pregnancy (AHEI-P se creó en índice de Alimentación Saludable para Gestantes (HEIP-B. Se aplicaron el cuestionario de frecuencia alimentaria y el cuestionario sociodemográfico. Se utilizó el análisis de componentes principales para evaluar la relación entre los índices y los nutrientes relevantes para la gestación. RESULTADOS: La mediana y el intervalo intercuartil de los índices AHEI-P y HEIP-B fueron 66,6 (57,8-72,4 y 67,4 (60,0-73,4, respectivamente. El HEIP-B mostró buena correlación positiva con los nutrientes que tienen recomendación específica en el período gestacional folato (r = 0,8; p OBJECTIVE

  10. Anemia e deficiência de ferro em gestantes adolescentes Anemia and iron deficiency in pregnant adolescents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elizabeth FUJIMORI

    2000-12-01

    Full Text Available Por meio de dosagem de ferritina sérica, transferrina sérica, hemoglobina e hematócrito, caracterizou-se o estado nutricional de ferro de 79 gestantes adolescentes de primeira consulta pré-natal (£ 20 semanas de gestação, atendidas na Rede Básica de Saúde de um Município da Grande São Paulo. Todos os valores hematológicos estudados foram menores entre as gestantes do segundo trimestre gestacional em relação às do primeiro, sendo as diferenças estatisticamente significativas (pThe objective of this study was to characterize iron nutritional status of 79 pregnant adolescents, at first prenatal consultation (<= 20 weeks of gestation, in the Primary Health System of a district of Great São Paulo, through the serum ferritin, serum transferrin, hemoglobin and hematocrit determinations. All the hematologic values studied were smaller for the pregnant adolescents in the second gestational trimester than for the ones in the first. Statistically significant differences (p.<.0.05 were found just for hemoglobin. It was verified that 64.3% and 32.1% had, respectively, less than 500.mg and 300.mg of organic iron reservations, and 5.4% presented serious lack of this mineral. By World Health Organization criterion 19.0% of the pregnant women were iron-deficient (Saturation of Transferrin <.16% and 13.9% were anemic (Hemoglobin.<.11 g/dl.

  11. AVALIAÇÃO DO USO DE MEDICAMENTOS POR GESTANTES EM UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE DE RONDONÓPOLIS, MATO GROSSO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Áurea Miranda do Nascimento

    2016-01-01

    Full Text Available Considerando os riscos do uso de fármacos no período gestacional, este trabalho teve como objetivo avaliar o uso de medicamentos por gestantes. Para isso, foi realizado um estudo quantitativo, com delineamento transversal, não experimental, cuja população foi composta por 100 gestantes cadastradas em Unidades de Saúde do município de Rondonópolis (MT. A coleta de dados ocorreu entre agosto de 2012 e março de 2013 por meio de questionário individual. Os resultados mostraram que as mulheres (92% utilizavam medicamentos prescritos pelo médico. O índice de automedicação foi baixo (8%, sendo os analgésicos e antipiréticos as classes terapêuticas mais utilizadas (16,6% e a cefaleia, o principal motivo da automedicação. Grande parte das gestantes (69% afirmou ter recebido orientações de profissionais da saúde sobre os riscos da automedicação durante o período gestacional. Os resultados mostram sensatez na escolha dos medicamentos prescritos (de menor risco para a gestação, indicando responsabilidade e uso racional dos fármacos. Descritores: Gestantes. Medicamentos. Automedicação. Enfermagem.

  12. Percepções de risco teratogênico por gestantes e mulheres em idade fértil no Sul do Brasil : uma abordagem qualitativa e quantitativa

    OpenAIRE

    Emilia da Silva Pons

    2012-01-01

    A percepção de risco teratogênico equivocada pode levar à privação de uso de medicamentos seguros e à relutância ou não adesão ao tratamento farmacológico durante a gestação. Estudos prévios realizados em países desenvolvidos sugerem que a percepção de risco teratogênico ao uso de medicamentos é superestimada por gestantes, não gestantes e profissionais de saúde. Grande parte destes estudos foi realizada em centros de aconselhamento teratogênico e utilizou apenas uma técnica de aferição da pe...

  13. Insegurança alimentar em gestantes da rede pública de saúde de uma capital do nordeste brasileiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alane Cabral Menezes de Oliveira

    Full Text Available Resumo O objetivo deste artigo é avaliar a insegurança alimentar e os seus fatores associados em gestantes atendidas pela rede pública de saúde de uma capital do nordeste brasileiro. Estudo transversal, realizado com gestantes que residiam em Maceió, e que eram atendidas pela rede pública de saúde municipal, das quais foram coletados dados socioeconômicos, antropométricos e realizadas medidas de hemoglobina e glicemia capilar e aferição da pressão arterial. A insegurança alimentar foi avaliada através da Escala Brasileira de Insegurança Alimentar e sua associação com os fatores de risco foi testada por meio de análise de regressão de Poisson, com os resultados expressos pela Razão de Prevalência e Intervalo de Confiança de 95%. Foram analisadas 363 gestantes, com prevalência de insegurança alimentar de 42,7%, sendo 8,0% delas em insegurança grave. Houve associação da insegurança alimentar com: hiperglicemia materna e níveis pressóricos maternos elevados. Foi elevada a prevalência de insegurança alimentar em gestantes atendidas pela rede pública de saúde de uma capital do nordeste brasileiro, estando associada à hiperglicemia materna e a níveis pressóricos elevados. Os resultados precisam ser vistos para que sejam realizadas mais ações que garantam o direito à alimentação adequada a essa população.

  14. Avaliação temporal da frequência da infecção do HIV em gestantes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Barroso Zimmermmann

    2017-09-01

    Full Text Available Com a evolução da epidemia de AIDS nas últimas décadas, houve um aumento expressivo do número de casos entre heterossexuais. A feminização da epidemia acelerou a disseminação geográfica do vírus da imunodeficiência humana (HIV em todo o território nacional, determinando também o aumento de crianças infectadas pela transmissão materno-infantil. A frequência da infecção pelo HIV em gestantes atendidas pelo Serviço de Obstetrícia da Universidade Federal de Juiz de Fora, nos períodos de 2009-2015 (grupo 1 foi avaliada e comparada com a frequência da infecção pelo HIV no mesmo serviço no período de 1998-2002 (grupo 2. A comparação dos dados revelou uma menor frequência da infecção pelo HIV no grupo 1. Os autores identificaram queda da frequência da infecção pelo HIV ao longo do tempo, com estabilização nos últimos anos. Palavras-chave: Infecção pelo HIV; gravidez; cuidado pré-natal

  15. Presen?a de Aloanticorpos Eritrocit?rios em gestantes Rh negativo, atendidas na Funda??o de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam).

    OpenAIRE

    Cavalcante, Francimary de Oliveira

    2005-01-01

    A presen?a de aloanticorpos irregulares eritrocit?rios da classe G, na circula??o materna, pode causar serias conseq??ncias ao neonato. A aloimunizacao pode ocorrer em diversas situa??es, consideradas de risco, como partos com incompatibilidade sangu?nea, aborto, amniocentese, transfus?es sangu?nea, dentre outras. Neste estudo foi verificada a presen?a de aloanticorpos circulantes regulares e irregulares, em mulheres atendidas no Programa de Gestantes Rh Negativo (PGRhN) da Funda??o de Hemato...

  16. Enteroparasitoses em gestantes e puérperas no Rio de Janeiro Enteroparasitosis in pregnant and post-partem women in Rio de Janeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lêda Maria da Costa Macedo

    1996-09-01

    Full Text Available A prevalência de parasitoses intestinais foi determinada em 795 mulheres distribuídas em grupos de 490 gestantes, 201 não-gestantes (controle e 104 puérperas, no período de novembro de 1989 a maio de 1991, no Rio de Janeiro, Brasil. Exames coproparasitológicos foram realizados pelos métodos de Sedimentação por Centrifugação, Faust, Kato-Katz e Baermann-Moraes. A prevalência de enteroparasitoses entre os grupos de gestantes (37,6% e o grupo-controle (38,3% pelo método de sedimentação por centrifugação foi praticamente igual, apesar de estar o primeiro grupo regularmente assistido por serviços especializados de saúde. Ascaris lumbricoides e Trichuris trichiura foram os parasitos mais freqüentes (em torno de 30,0%. Quando métodos mais específicos foram aplicados em 168 amostras de gestantes, o percentual foi elevado para 53,6%. Houve diferença estatística significativa entre a taxa de gestantes e puérperas (69,2%. Estes achados mostram a pouca atenção dispensada a estas infecções durante a gestação, não obstante relatos anteriores das possíveis repercussões para o feto e o recém-nascido.From November 1989 to May 1991, in Rio de Janeiro, Brazil, the prevalence of intestinal parasitosis was investigated in 795 women coming from the Public Health Services, who were divided into three groups: 490 pregnant women in pre-natal care period, 104 after-delivery women and 201 non-pregnant women (control. Coproparasitologic tests were run using the Sedimentation through Centrifugation, Faust, Kato-Katz and Baermann-Moraes methods. Positivities were found ranging from 37.6% to 53.6% for pregnant women, 38.3% for non-pregnant women and 69.2% for after-delivery women, with statistically significant differences between the rates of pregnant women and after-delivery women, and with no statistic difference between the groups of pregnant and non-pregnant women. The most frequent parasites found were A. lumbricoides and T. trichiura

  17. Implementação do diagnóstico da infecção pelo HIV para gestantes em Unidade Básica de Saúde da Família em Fortaleza, Ceará

    OpenAIRE

    Araújo,Maria Alix Leite; Vieira,Neiva Francenely Cunha; Silva,Raimunda Magalhães da

    2008-01-01

    A garantia do diagnóstico da infecção pelo HIV em gestantes representa a primeira etapa de prevenção da transmissão vertical. Falhas na cobertura desse diagnóstico impossibilitam a adoção precoce das medidas profiláticas. Esse estudo objetivou analisar a implementação da detecção da infecção pelo HIV em gestantes em uma Unidade Básica de Saúde da Família em Fortaleza, Ceará. Utilizou referencial teórico-metodológico da grounded theory, que propõe a construção de modelo teórico a partir dos da...

  18. Estado nutricional y seguridad alimentaria en gestantes adolescentes: Pereira, Colombia, 2009 Estado nutricional e segurança alimentaria em gestantes adolescentes: Pereira, Colombia, 2009 Nutritional status and food safety in teenage pregnant women: Pereira, Colombia, 2009

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rocío Quintero Tabares

    2010-07-01

    Full Text Available Objetivo. Valorar estado nutricional y percepción de seguridad alimentaria, de gestantes adolescentes consultantes en Instituciones de la ESE Salud Pereira durante el año 2009. Metodología. Estudio descriptivo de corte transversal. Con un 95% de nivel de confianza, se seleccionó una muestra de 150 gestantes, entre las asistentes al control prenatal durante los meses abril a junio de 2009. Se capacitaron cuatro encuestadores enfermeros profesionales. Se aplicó la encuesta y la Escala Latinoamericana y Caribeña de Seguridad Alimentaria. Se realizó valoración nutricional a partir de los registros en la historia clínica de biomarcadores e indicadores antropométricos y obstétricos. Se realizó análisis univariado y bivariado. Resultados. El 95% de las gestantes adolescentes eran de estratos I y II, el 59% con escolaridad secundaria incompleta, el 79% primigrávidas. El 21% tenía bajo peso pregestacional y el 45% bajo peso durante la gestación. El 15% mostró anemia. El 33% reportó infección urinaria. El 8.7% tenía riesgo de HIE. El 63.3% de las gestantes percibía algún grado de inseguridad alimentaria, que era severa en el 22.7% de los hogares. Conclusión. Se encontró una alta proporción de bajo peso pregestacional no compensado oportunamente. Debido al impacto de la seguridad alimentaria sobre la nutrición en el embarazo, su monitoreo debe ser incluido como una de las actividades básicas en la atención prenatal.Objetivo. Valorizar estado nutricional e percepção de segurança alimentaria, de gestantes adolescentes consultados em Instituições da ESSE Saúde Pereira durante o ano 2009. Metodologia. Estudo descritivo de corte transversal. Com um 95% de nível de confiança, selecionouse uma mostra de 150 gestantes, entre as assistentes ao controle pré-natal durante os meses abril a junho de 2009. Capacitaram-se quatro pesquisadores enfermeiros profissionais. Aplicou-se a enquete e a Escala Latino-americana e Caribenha de

  19. Uso de medicamentos por gestantes em seis cidades brasileiras Drug use by pregnant women in six Brazilian cities

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sotero S Mengue

    2001-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever os medicamentos utilizados por gestantes que fizeram o pré-natal em serviços do SUS (Sistema Único de Saúde em cidades brasileiras. MÉTODOS: Utilizando-se um questionário estruturado, foram entrevistadas 5.564 gestantes entre a 21ª e a 28ª semanas de gravidez, que se apresentaram para consulta em serviço de pré-natal do SUS em seis grandes cidades brasileiras. As perguntas foram agrupadas em "uso orientado" para dor, cólica, enjôo, tosse e outros e em "medicamento orientado" para vitamina, ferro e flúor. Foi adotada a classificação de risco do FDA (Food and Drug Administration, entre 1991 e 1995. RESULTADOS: Do total de 5.564, 4.614 (83,8% das gestantes usaram pelo menos um medicamento durante a gestação, somando 9.556 medicamentos. Os medicamentos mais utilizados foram as vitaminas associadas a antianêmicos (33,5%, os medicamentos que atuam sobre o aparelho digestivo (31,3%, os analgésicos/antiinflamatórios (22,2%, os antianêmicos (19,8% e os antimicrobianos (11,1%. Quanto à classificação de risco para a gestação, 3.243 (34,0% foram incluídos na categoria A, 1.923 (22,6% na categoria B, 3.798 (39,7% na categoria C, 289 (3,0% na categoria D e 55 (0,6% na categoria X. CONCLUSÕES: Foram observadas grandes variações quanto ao uso de medicamentos, principalmente antianêmicos e vitaminas associadas a antianêmicos, entre as várias cidades estudadas, mostrando a ausência de um padrão nacional quanto ao uso desses medicamentos na gestação. Para uma proporção de 12,9% dos medicamentos utilizados, não foi localizada qualquer informação na literatura sobre a segurança para o uso durante a gestação. Essa proporção, somada aos 26,9% dos medicamentos classificados no grupo "C", mostra que 40% do uso de medicamentos na gestação são feitos sem bases definidas de segurança. Entretanto, medicamentos claramente contra-indicados durante a gestação corresponderam a apenas 3% dos 9

  20. Anemia em gestantes brasileiras antes e após a fortificação das farinhas com ferro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elizabeth Fujimori

    2011-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Comparar prevalência de anemia e valores de hemoglobina (Hb em gestantes brasileiras, antes e após a fortificação das farinhas com ferro. MÉTODOS: Estudo de avaliação de painéis repetidos, desenvolvido em serviços públicos de saúde de municípios das cinco regiões brasileiras. Dados retrospectivos foram obtidos de 12.119 prontuários de gestantes distribuídas em dois grupos: antes da fortificação, com parto anterior a junho de 2004, e após a fortificação, com última menstruação após junho de 2005. Anemia foi definida como Hb < 11,0 g/dL. Valores de Hb/idade gestacional foram avaliados segundo dois referenciais da literatura. Foram utilizados teste qui-quadrado, t de Student e regressão logística, com nível de 5% de significância. RESULTADOS: Na amostra total, anemia caiu de 25% para 20% após fortificação (p < 0,001, com médias de Hb significativamente maiores no grupo "após" (p < 0,001. Observaram-se, entretanto, diferenças regionais importantes: reduções significativas nas regiões Nordeste (37% para 29% e Norte (32% para 25%, onde as prevalências de anemia eram elevadas antes da fortificação, e reduções menores nas regiões Sudeste (18% para 15% e Sul (7% para 6%, onde as prevalências eram baixas. Os níveis de Hb/idade gestacional de ambos os grupos se mostraram discretamente mais elevados nos primeiros meses, porém bem mais baixos após o terceiro ou quarto mês, dependendo da referência utilizada para comparação. Análise de regressão logística mostrou que grupo, região geográfica, situação conjugal, trimestre gestacional, estado nutricional inicial e gestação anterior associaram-se com anemia (p < 0,05. CONCLUSÕES: A prevalência de anemia diminuiu após a fortificação, porém continua elevada nas regiões Nordeste e Norte. Embora a fortificação possa ter tido papel nesse resultado favorável, há que se considerar a contribuição de outras políticas p

  1. Percepção de gestantes do Programa Saúde da Família em relação a barreiras no atendimento odontológico em Pernambuco, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Olga Maria Ramalho de Albuquerque

    2004-06-01

    Full Text Available Este artigo enfoca, numa abordagem qualitativa, o problema das barreiras ao atendimento odontológico de gestantes inscritas no Programa Saúde da Família no Cabo de Santo Agostinho, Pernambuco, Brasil. Para tal, trabalhou-se com três grupos focais compostos por quatro a nove gestantes. Os dados foram analisados usando a técnica de análise de conteúdo. As principais barreiras concernentes ao indivíduo observadas foram: crenças populares que desaconselham a busca do atendimento odontológico na gravidez, baixa percepção de necessidade e medo de sentir dor. Além disso, as gestantes relataram a dificuldade de sair de casa de madrugada para marcar a consulta, salientando a questão social da violência urbana, um aspecto das barreiras ao serviço odontológico que não foi mencionado anteriormente na literatura. O artigo conclui apontando a importância da educação em saúde para as usuárias gestantes, da humanização do atendimento e da educação continuada dirigida aos profissionais em exercício.

  2. Número de replicações de inquéritos dietéticos para estimativa da ingestão de nutrientes em gestantes brasileiras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Saes Sartorelli

    2014-12-01

    Full Text Available Objetivos: determinar o número de replicações de inquéritos dietéticos necessários para estimar a ingestão usual de nutrientes e em categorias de consumo de gestantes no Brasil. Métodos: estudo prospectivo conduzido entre 82 gestantes, no qual as informações sobre energia e 18 nutrientes foram obtidas em três inquéritos recordatórios de 24 horas, sendo um em cada trimestre gestacional. Empregaram-se diferentes fórmulas para o cálculo do número de replicações do método necessárias para classificar as gestantes em categorias de ingestão, que considera a razão das variâncias intrapessoal/interpessoal, e para a estimativa da ingestão usual, baseado na variância intrapessoal. Resultados: para classificar as gestantes em categorias são necessárias entre 11 e 51 replicações do método, considerando-se coeficiente de correlação de 0,9. Admitindo coeficiente de correlação de 0,7, o número de replicações do método variou entre quatro e 19. Para a estimativa da ingestão usual são necessárias entre duas e 33 replicações, admitindo-se um erro de 10%. Considerando-se um erro de 20%, são necessárias entre uma e sete replicações de inquéritos dietéticos. Conclusões: é necessário um elevado número de replicações de inquéritos dietéticos na estimativa da ingestão de nutrientes na gestação e o emprego de um número reduzido de replicações poderá atenuar as associações entre a dieta e desfechos de saúde maternos e fetais.

  3. Custo, efetividade e custo-efetividade do tratamento periodontal em gestantes

    OpenAIRE

    Vanessa Rodrigues Chaves

    2011-01-01

    Análises econômicas em saúde bucal são escassas na literatura e, portanto, muitas das práticas, especialmente aquelas propostas e realizadas nos sistemas públicos de saúde em diferentes países, são realizadas sem o conhecimento de seus aspectos econômicos. Na maioria dos países, os recursos destinados à saúde são limitados e, portanto, carecem de análises econômicas para que se tenha base científica para a proposição e implementação de diretrizes de atenção à saúde. O presente estudo trata de...

  4. Estimativa da prevalência de HIV em gestantes por análise espacial, Porto Alegre, RS

    OpenAIRE

    Barcellos,Christovam; Acosta,Lisiane Morelia Weide; Lisboa,Eugênio Pedroso; Brito,Maria Regina Varnieri; Flores,Rui

    2006-01-01

    Por meio de técnicas de análise espacial foram estimados os diferenciais intra-urbanos da prevalência de HIV entre gestantes no município de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. As estimativas foram obtidas por meio da suavização espacial dos pontos referentes às residências de nascidos vivos e gestantes HIV positivas para o ano de 2003. Foi identificada a sobreposição de áreas de alta prevalência com favelas da cidade, o que ratifica o processo de pauperização da Aids e aponta locais onde estrat...

  5. Depressão e apoio social em gestantes de fetos com malformações atendidas em um hospital materno-infantil público de referência no Rio de Janeiro

    OpenAIRE

    Barros,Vivian Costa; Santos,Jacqueline Fernandes de Cintra; Lima,Lucia Abelha; Fonseca,Diego de Lima; Lovisi,Giovanni Marcos

    2013-01-01

    INTRODUÇÃO: A gestação e o puerpério são os períodos de maior prevalência de depressão na vida da mulher. Complicações obstétricas, incluindo malformações congênitas, são importantes fatores de risco para depressão durante a gestação. Gestantes de fetos malformados vivenciam um Evento de Vida Estressante (EVE) grave. Esse fato pode ser agravado quando há ausência de apoio social. OBJETIVOS: O presente estudo teve como objetivo estimar a depressão em gestantes atendidas em um hospital materno-...

  6. Avaliação do perfil de risco de cárie dentária em gestantes de Araraquara, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tatiana Carolina De Aguiar

    2011-12-01

    Full Text Available O conhecimento do risco de cárie na gravidez é essencial para um correto plano de tratamento com ações educativas e preventivas às mães para que possam cuidar adequadamente de sua saúde bucal e de seus filhos. Este estudo retrospectivo teve como objetivo identificar o risco de cárie de gestantes (15-44 anos; média= 25 anos que frequentaram a clínica de odontologia preventiva da Faculdade de Odontologia de Araraquara, Universidade Estadual Paulista de 1999 a 2007. Um total de 166 prontuários, preenchidos por alunos do 3º ano do Curso de Graduação, seguindo orientações pré-estabelecidas, foram utilizados. Coletou-se informação sobre: classificação do diagnóstico de risco de cárie, trimestre gestacional, consumo de carboidratos (entre ou durante as refeições, placa corada (registro de controle de placa de O'Leary, número e grupo de dentes com experiência de cárie. Para análise estatística foram utilizados o teste de qui-quadrado e ANOVA. A maioria das gestantes (92,1 % apresentou 25 % ou mais das superfícies dentárias com placa dental. A média (desvio-padrão de dentes obturados e cariados foi 7,9 (5,1 e 4,0 (3,4, respectiva emente. Os dentes posteriores foram os mais acometidos por cárie/restaurações. Quanto ao diagnóstico de risco à cárie, a classificação alta foi observada em 38,5 % das gestantes, moderada em 47,6 % e baixa em 13,9 %. Houve associação estatisticamente significativa (p= 0,001 entre o consumo de carboidratos e o diagnóstico de risco de cárie. O índice de placa foi semelhante nos diferentes trimestres gestacionais (f= 0,223; p= 0,803. Portanto pode-se concluir que o risco de cárie da grande maioria das gestantes foi alto ou moderado e esteve estatisticamente associado ao consumo de carboidratos.

  7. Anemia ferropriva em atletas adolescentes da Fundação Vila Olímpica de Manaus-AM Iron deficiency anaemia in adolescent athletes of the Vila Olímpica Fonndation of Manaus - AM

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sandra Maria Trindade Nunes

    2008-01-01

    Full Text Available Considerando a escassez de informações quanto ao estado nutricional de atletas jovens, identificou-se a prevalência de anemia ferropriva e sua associação com indicadores nutricionais de atletas adolescentes participantes do Programa de Iniciação Esportiva da Fundação Vila Olímpica de Manaus-AM. A amostra foi constituída por 194 atletas adolescentes do gênero masculino, voluntários, praticantes de diferentes modalidades esportivas classificados como iniciantes. A coleta dos dados foi realizada mediante verificação de medidas antropométricas (peso corporal, estatura e espessuras das dobras cutâneas tricipital e subescapular, dosagem de hemoglobina utilizando o hemoglobinômetro portátil (Sistema Hemocue e instrumento socioeconômico. No diagnóstico do estado nutricional foram utilizados os indicadores Estatura para a Idade (E/I e Índice de Massa Corporal para a idade (IMC/I, assumindo pontos de corte propostos pela OMS. Os resultados mostraram que 9,4% dos adolescentes apresentaram desnutrição, 8,2% sobrepeso e 4,6% obesidade. A prevalência de anemia ferropriva encontrada na amostra foi de 41,7%, com predominância na classe socioeconômica mais baixa. Embora a prevalência de anemia tenha sido elevada, o estado nutricional dos adolescentes não influenciou sobre este resultado, considerando que a maioria dos adolescentes apresentou-se eutrófica. Diante do exposto, sugere-se a adoção de medidas efetivas de intervenção e de educação nutricional visando à minimização e/ou o controle da anemia ferropriva.Considering the dearth of information with regard to the nutritional state of young athletes, were identified the prevalence of iron deficiency anaemia and its association with nutritional indicators of adolescent athletes participating in the Sport Initiation Program of the Vila Olímpica Foundation in Manaus -AM. A sample was made up of 194 voluntary adolescent male athletes classified as beginners, who participated

  8. Níveis de hemoglobina e prevalência de anemia em gestantes atendidas em unidades básicas de saúde, antes e após a fortificação das farinhas com ferro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudia Regina Marchiori Antunes Araújo

    2013-06-01

    Full Text Available Avaliaram-se níveis de hemoglobina-Hb e prevalência de anemia em gestantes, antes e após a fortificação das farinhas. Estudo de avaliação do tipo antes e depois, com amostras populacionais independentes, realizado em unidades básicas de saúde de Maringá, PR. Foram avaliados 366 prontuários de gestantes Antes da fortificação obrigatória das farinhas, e 419 Após a fortificação. Gestantes com Hb 0,05, porém o Grupo Após a fortificação obrigatória apresentou média de Hb mais elevada (p < 0,05. Evidenciou-se associação entre Hb e Grupo, idade gestacional, gestação anterior, ocupação e situação conjugal (p < 0,05. Embora a fortificação de farinhas possa ter um papel no aumento da média de hemoglobina, é preciso considerar a contribuição de outras variáveis não investigadas.

  9. Caracterização da dor lombar em gestantes atendidas no Hospital Universitário de Brasília - doi: 10.5102/ucs.v4i1.21

    OpenAIRE

    Priscilla Fernandes Sant’ana; Sabrina Sousa Freire; Aline Teixeira Alves; Denise Ribeiro Rabelo da Silva

    2008-01-01

    O objetivo deste artigo é caracterizar a dor lombar em gestantes atendidas no Hospital Universitário de Brasília (HUB), utilizando a versão brasileira do Questionário McGill de Dor. Trata-se de um estudo de caráter transversal descritivo, no qual foram selecionadas quarenta gestantes, assistidas pelo programa de pré-natal de baixo risco do HUB, entre setembro e outubro de 2006. Analisando a intensidade da dor presente, 47,50% sentiam dor fraca; 32,50% moderada; 15% forte; nenhuma violenta e 5...

  10. Prevalência do diagnóstico de enfermagem: nutrição desequilibrada mais do que as necessidades corporais em gestantes Prevalencia del diagnóstico de enfermería: nutrición desequilibrada más que las necesidades corporales en gestantes Prevalence of the nursing diagnosis, imbalanced nutrition: more than body requirements, in pregnant women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Escolástica Rejane Ferreira Moura

    2012-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar a prevalência do Diagnóstico de Enfermagem (DE nutrição desequilibrada: mais do que as necessidades corporais em gestantes e verificar a associação entre o DE e as variáveis sociodemográficas e obstétricas. MÉTODOS: Estudo transversal, descritivo,exploratório, realizado com 146 gestantes atendidas em unidades básicas de saúde de Município da região metropolitana de Fortaleza(Ceará. Os dados foram coletados por meio de formulário durante consulta de enfermagem ao pré-natal. Foram realizados o cálculo do Índice de Massa Corporal e da mensuração da dobra da pele do tríceps. RESULTADOS: O DE em estudo foi determinado em 100 (68,4% gestantes. Verificou-se diferença estatística significativa da idade entre gestantes com e sem o DE (p= 0,001; paridade (p= 0,026 e idade gestacional (p= 0,002. CONCLUSÃO: O DE pesquisado apresentou prevalência marcante nas gestantes pesquisadas, estando associado a fatores evitáveis por ações educativas voltadas ao planejamento familiar, como idade materna e paridade.OBJETIVO: Identificar la prevalencia del Diagnóstico de Enfermería (DE nutrición desequilibrada: más que las necesidades corporales en gestantes y verificar la asociación entre el DE y las variables sociodemográficas y obstétricas. MÉTODOS: Estudio transversal, descriptivo, exploratorio, realizado con 146 gestantes atendidas en unidades básicas de salud del Municipio de la región metropolitana de Fortaleza(Ceará. Los dados fueron recolectados por medio de un formulario durante la consulta de enfermería al prenatal. Fueron realizados el cálculo del Índice de Masa Corporal y de la mensuración del doblez cutáneo del triceps. RESULTADOS: El DE en estudio fue determinado en 100 (68,4% gestantes. Se verificó una diferencia estadística significativa de la edad entre gestantes con y sin el DE (p= 0,001; paridad (p= 0,026 y edad gestacional (p= 0,002. CONCLUSIÓN: El DE investigado presentó marcada

  11. Caracterização da dor lombar em gestantes atendidas no Hospital Universitário de Brasília - doi: 10.5102/ucs.v4i1.21

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Priscilla Fernandes Sant’ana

    2008-04-01

    Full Text Available O objetivo deste artigo é caracterizar a dor lombar em gestantes atendidas no Hospital Universitário de Brasília (HUB, utilizando a versão brasileira do Questionário McGill de Dor. Trata-se de um estudo de caráter transversal descritivo, no qual foram selecionadas quarenta gestantes, assistidas pelo programa de pré-natal de baixo risco do HUB, entre setembro e outubro de 2006. Analisando a intensidade da dor presente, 47,50% sentiam dor fraca; 32,50% moderada; 15% forte; nenhuma violenta e 5% insuportável. As médias do número de palavras escolhidas e indice de classificação da dor total foram 14,15 (DP ± 2,93 e 30,77 (DP ± 7,16, respectivamente. Concluiu-se que a lombalgia, na maioria das gestantes, é presente

  12. Consumo alimentar de gestantes adolescentes atendidas em serviço de assistência pré-natal Food consumption of pregnant adolescents assited by prenatal service

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Vasconcelos de Azevedo

    2003-09-01

    Full Text Available O presente estudo analisou o consumo alimentar de 99 gestantes adolescentes atendidas no serviço de assistência pré-natal da Maternidade Escola Assis Chateaubriand, na cidade de Fortaleza, Brasil. Os dados foram levantados por meio de entrevistas no próprio serviço e em visitas domiciliares, com a utilização de um instrumento para obtenção de dados socioeconômicos e do inquérito alimentar recordatório de 24 horas para obtenção de dados alimentares. Os resultados mostraram que as dietas estavam desbalanceadas e monótonas: 63,6% delas tinham menos de 90,0% das necessidades energéticas de gestantes e mais da metade estava adequada em seu conteúdo protéico, com excesso de lipídeos e inadequado conteúdo de carboidratos. Alguns micronutrientes, como ferro, cálcio, ácido fólico, zinco e vitamina B1, foram consumidos em quantidades bem abaixo do recomendado. Sugere-se a implementação de ações educativas na área de alimentação e nutrição durante o pré-natal, no sentido de explorar os conhecimentos e práticas alimentares já existentes, auxiliando na escolha de alimentos saudáveis e compatíveis com a situação de vida das gestantes.This study analyzed the food consumption of 99 pregnant adolescents assisted by Assis Chateaubriand Maternity Hospital, located in the city of Fortaleza, state of Ceará, Brazil. The data were collected by interview at the hospital prenatal service and by home visit. The questionnaire contained questions about socieconomic information and included a 24-hour food recall. Results showed unbalanced and monotonous diets. It was demonstrated that 63.6% of the diets were low in calories and more than half of them were normal in proteins, high in lipids and low in carbohydrates. Some micronutrients, such as iron, calcium, folic acid, zinc and vitamin B1, were lower than the recommended values. The authors suggest the implementation of an education program addressed to the prenatal care service

  13. Prevalência de deficiência de ferro em gestantes de primeira consulta em centros de saúde de área metropolitana, Brasil: etiologia da anemia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guerra Elvira Maria

    1992-01-01

    Full Text Available No período compreendido entre abril e outubro de 1988, foram estudadas 363 gestantes de primeira consulta , que estavam inscritas no Programa de Atendimento à Gestante em oito Centros de Saúde da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo (Brasil. Na ocasião da coleta de material estas gestantes não faziam uso de medicamentos que continham ferro, ácido fólico, vitamina B12 ou associações destes. A idade média das gestantes foi de 25 anos; 65,9% delas pertenciam a famílias com renda de até um SMPC (salário mínimo per capita e apenas 3,1% pertenciam a famílias com renda superior a 3 SMPC. Tomando-se a saturação da transferrina inferior a 15% como índice mínimo para definir a deficiência de ferro, a prevalência de deficiência de ferro no primeiro trimestre (4,6% foi significativamente menor do que a observada no segundo (17,3%, e esta foi menor do que no terceiro trimestre (42,8%. A prevalência de deficiência de ferro total agrupada nos três trimestres foi de 12,4%. Não houve diferença significativa entre as prevalências de deficiência de ferro segundo o número de partos. Esta prevalência foi maior no grupo das gestantes que pertenciam a famílias com renda de até 0,5 SMPC. Nas gestantes anêmicas, 46,7% eram deficientes de ferro, 44,4% de ácido fólico, 20,0% de ferro e ácido fólico e nenhuma delas eram deficientes de vitamina B12.

  14. CARACTERIZAÇÃO DE GESTANTES COM TESTE RÁPIDO POSITIVO PARA HIV EM FORTALEZA-CE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    LÉA MARIA MOURA BARROSO

    2007-01-01

    Full Text Available El objetivo fue describir a las gestantes sometidas al test rápido para detectar VIH/SIDA en una maternidad de Fortaleza- CE, en relación a las características sociodemográficas y clínicas. Estudio transversal del tipo documental retrospectivo, con trece gestantes sometidas al test rápido y con resultado positivo para VIH/SIDA en el periodo de abril de 2002 a abril de 2004. El promedio de edad de las gestantes era 26,2 años; el 61,5% estudió entre cuatro a siete años; el 69,2 % era de la capital y el 30,8 % del interior; el 53,8 % ama de casa; el 54,0 % con cuatro a siete consultas de prenatal; el 46,2 % fue diagnosticada antes del parto; el 84,6 % recibió profilaxis solamente en el parto; el 46,0% tuvo bolsa rota hasta cuatro horas antes del parto; el 77,0% parto quirúrgico y el 100% de los recién nacidos recibió el jarabe de AZT en las primeras dos horas de vida. Se concluye que la institución garantizó la reducción del riesgo de contaminación del recién nacido, sin embargo se percibió deficiencia en los servicios que ofrecieron atención antes del parto.

  15. Associação do Perfil Socioeconômico do Bairros de Residência e a Ocorrência de Hiv em Gestantes e Transmissão Vertical: Vitória, 2000 a 2006

    OpenAIRE

    CERQUEIRA, A. C. B.

    2009-01-01

    Objetivo: Associar o perfil socioeconômico dos bairros de residência com a prevalência de infecção por HIV em gestantes e a transmissão vertical (TV). Métodos: Foi realizado estudo ecológico exploratório. Os dados foram obtidos junto a Secretaria Municipal de Saúde, utilizando o banco de dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação de gestante HIV positivo e criança exposta, e o de Aids em menores de treze anos contaminados por TV, residentes em Vitória e notificados entre 2000 e ...

  16. Alterações fisiológicas da pele percebidas por gestantes assistidas em serviços públicos de saúde Alteraciones fisiológicas de la piel percibidas por gestantes asistidas en servicios públicos de salud Skin physiological alterations perceived by pregnant women attended at public health services

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maristela Belletti Mutt Urasaki

    2010-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever as alterações de pele percebidas por gestantes durante o período gestacional e verificar o grau de incômodo que tais modificações provocaram. MÉTODOS: Estudo descritivo exploratório com participação de 124 gestantes, de quatro unidades básicas de saúde da região Leste de São Paulo. RESULTADOS: A maioria das gestantes (91,1 %, percebeu mudanças na pele, durante o período gestacional, No total, foram registradas 345 alterações fisiológicas. As alterações mais citadas foram as manchas, alterações vasculares e estrias. A maioria relatou desconforto em razão dessas alterações. CONCLUSÃO: O conhecimento sobre as alterações permite ao profissional de saúde não subvalorizar esta problemática nem tampouco investir em intervenções desnecessárias.OBJETIVO: Describir las alteraciones de piel percibidas por gestantes durante el período de gestación y verificar el grado de incomodidad que esas modificaciones provocaron. MÉTODOS: Estudio descriptivo exploratorio con participación de 124 gestantes en cuatro unidades básicas de salud de la región Este de Sao Paulo. RESULTADOS: Durante el período de gestación la mayoría de las gestantes (91,1 % percibió cambios en la piel. En total, fueron registradas 345 alteraciones fisiológicas. Las alteraciones más citadas fueron: manchas, alteraciones vasculares y, estrías. La mayoría relató incomodidad debido a esas alteraciones. CONCLUSIÓN: El conocimiento sobre las alteraciones le permite al profesional de la salud no subvalorizar esta problemática ni invertir en intervenciones desnecesarias.OBJECTIVE: To describe skin changes perceived by pregnant women during the gestation period and verify the level of discomfort caused by those changes. METHODS: Is a descriptive study involving 124 pregnant women in four basic health units in the eastern region of Sao Paulo. RESULTS: Most women (91.1% perceived skin changes during the period of gestation. In total

  17. O parto em contexto: narrativas da gravidez entre gestantes no Rio de Janeiro = Birth in the context: narratives of pregnancy in Rio de Janeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rezende, Claudia Barcellos

    2015-01-01

    Full Text Available Neste trabalho, busco refletir sobre a centralidade do parto como projeto, presente em certos grupos de gestante e mesmo em políticas de humanização do parto. A partir de entrevistas com mulheres de camadas médias do Rio de Janeiro que esperavam seus primeiros filhos, discuto como este material constitui-se em uma narrativa, com começo (o desejo de ter filhos e a concepção, meio (a mudança nos comportamentos e na relação com outros e fim (o parto antecipado. Examino quais elementos e fios condutores se destacam, quais atores sociais são incorporados nestas histórias e de que modo. Argumento que a gravidez pode ser vista como uma categoria cultural que informa a experiência física e subjetiva da gestação, articulada a noções de pessoa e gênero. O material analisado sugere que a gravidez como um todo, incluindo o parto, se torna um projeto para as mulheres pesquisadas, tensionado entre noções de feminilidade e de maternidade

  18. Vaccines in pregnancy: a review of their importance in Brazil Vacinação em gestantes: considerações sobre sua importância no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucia Ferro Bricks

    2003-01-01

    Full Text Available Neonates and young children remain susceptible to many serious infectious diseases preventable through vaccination. In general, current vaccines strategies to prevent infectious diseases are unable to induce protective levels of antibodies in the first 6 months of life. Women vaccinated during pregnancy are capable of producing immunoglobulin antibodies that are transported actively to the fetus, and maternal immunization can benefit both the mother and the child. With few exceptions, maternal immunization is not a routine, because of the concerns related to the safety of this intervention. Ethical and cultural issues make the studies on maternal immunization difficult; however, in the last decade, the development of new vaccines, which are very immunogenic and safe has reactivated the discussions on maternal immunization. In this paper we present a review of the literature about maternal immunization based on MEDLINE data (1990 to 2002. The most important conclusions are: 1 there is no evidence of risk to the fetus by immunizing pregnant women with toxoids, polysaccharide, polysaccharide conjugated and inactive viral vaccines; 2 most viral attenuated vaccines are probably safe too, but data is still insufficient to demonstrate their safety; therefore these vaccines should be avoided in pregnant women; 3 in Brazil, there is a need for a maternal immunization program against tetanus. Many new candidate vaccines for maternal immunization are available, but studies should be conducted to evaluate their safety and efficacy, as well as regional priorities based on epidemiological data.Recém-nascidos e lactentes jovens permanecem vulneráveis a diversas doenças causadas por vírus e bactérias. Em geral, as estratégias de imunização são inefetivas para que a criança produza anticorpos em quantidades suficientes nos primeiros seis meses de vida. Gestantes podem produzir anticorpos IgG que são transportados ativamente através da placenta e

  19. Prevalência da doença de Chagas em gestantes da região sul do Rio Grande do Sul Prevalence of Chagas disease among pregnant women in the southern region of Rio Grande do Sul

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anelise Bergmann Araújo

    2009-12-01

    Full Text Available Anticorpos antiTrypanosoma cruzi no cordão umbilical de 351 parturientes da Cidade de Pelotas, RS foram pesquisados a fim de investigar a prevalência da doença de Chagas em gestantes. Um (0,3% caso foi identificado, não sendo detectada transmissão congênita. Salienta-se a importância da investigação da doença de Chagas em gestantes de zonas endêmicas ou provenientes destas.Anti-Trypanosoma cruzi antibodies in the umbilical cord of 351 parturients in the city of Pelotas, Rio Grande do Sul were investigated to determine the prevalence of Chagas disease among pregnant women. One case was identified (0.3%, without detection of congenital transmission. This highlights the importance of investigating Chagas disease among pregnant women living in or originating from endemic areas.

  20. Níveis de infecção de estreptococos do grupo mutans em gestantes Infection levels in pregnant women by mutans streptococci

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sergio A. TORRES

    1999-07-01

    Full Text Available Considerando que a aquisição precoce dos estreptococos do grupo mutans é um fator de risco para o desenvolvimento de lesões cariosas nas crianças e que a transmissão desses microrganismos é dependente do nível de colonização apresentado pelas mães, procurou-se analisar a situação bucal de gestantes residentes na cidade de Bauru-SP-Brasil. Foram amostradas 50 gestantes na faixa etária de 16 a 37 (média de 22,8 ± 5,5 anos de baixo nível sócio-econômico que faziam acompanhamento pré-natal no Núcleo de Assistência às Gestantes (NAG-7. A condição bucal foi avaliada pelo índice CPO-S, realizado com o auxílio de sonda exploradora e espelho, sem o uso de tomadas radiográficas. Amostras de saliva estimulada foram obtidas e manipuladas de acordo com as especificações do fabricante do Caritest-SM (HERPO, para pesquisa do grupo mutans. Entre as 50 gestantes examinadas, o índice CPO-S variou de 5 a 114 (média de 37,1, sendo que 8 (16% possuíam todos os dentes; 39 (78% haviam perdido de 1 a 10 dentes e 4 (8%, de 13 a 22 dentes. O grupo mutans foi detectado em 48 (96% amostras de saliva, das quais 4 (8% apresentavam nível de infecção de 1 x 104 UFC/ml; 10 (20%, 5 x 104 UFC/ml e 4 (8%, 1 x 105 UFC/ml. Níveis de infecção mais favoráveis para a transmissão mãe-filho foram encontrados em 30 (60% gestantes, das quais 10 (20% mostraram 2,5 x 105 UFC/ml; 12 (24%, 5 x 105 UFC/ml e 8 (16%, 1 x 106 UFC/ml. Esses resultados demonstram que as gestantes albergam elevados níveis salivares de estreptococos do grupo mutans e que um programa preventivo direcionado ao grupo urge ser desenvolvido, a fim de reduzir ou protelar a transmissão intrafamilial desses microrganismos.The CFU number of mutans streptococci in saliva has been used to indicate dental caries risk, as well as to assess the effectiveness or the need for preventive measures. Considering that the acquisition in early childhood of mutans streptococci is a risk factor for

  1. Vascularização arterial dos cornos uterinos em gatas gestantes sem raça definida (Felis catus Linnaeus, 1758

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosana Marques Silva

    2004-02-01

    Full Text Available Utilizaram-se 24 gatas gestantes, sem raça definida, doadas para o estudo da vascularização arterial dos cornos uterinos. Em 20 animais, com o intervalo gestacional entre 7 e 9 semanas, a aorta abdominal foi injetada com Látex-Neoprene 650 corado, associado ao Sulfato de Bário 1004. Os animais foram então radiografados, fixados em solução aquosa de formol 10% e dissecados para estudo da distribuição dos vasos arteriais destinados às regiões paraplacentárias e de cintas placentárias. Em 4 animais realizou-se o exame por Ecografia Power Doppler, onde se observou que nas regiões das cintas placentárias o índice de resistência dos vasos apresenta-se menor do que o encontrado ao longo da artéria uterina. Em todas as observações, a artéria uterina é o principal vaso a irrigar os cornos uterinos, emitindo de 2 a 17 ramos, com maior freqüência de 5 a 12 ramos, os quais se distribuem nas regiões paraplacentárias e/ou das cintas placentárias, formando arcadas anastomósticas. Não houve diferenças estatísticas significativas do número de ramos para cada região individualmente, porém a análise das radiografias contrastadas demonstrou haver uma concentração maior de contraste nas regiões das cintas placentárias. A artéria ovárica participa da vascularização arterial da extremidade cranial dos cornos uterinos, onde se anastomosa com ramos da artéria uterina.

  2. Preditores de saúde e bem-estar psicológico em adolescentes gestantes Health predictors and psychological well-being on pregnant adolescents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariana Calesso Moreira

    2006-06-01

    Full Text Available A pesquisa teve por objetivo avaliar os preditores de saúde e bem-estar de adolescentes gestantes. O trabalho foi desenvolvido a partir de um estudo quantitativo com uma amostra de 100 adolescentes, entre o 3.º e 9.º mês de gestação, que realizavam acompanhamento pré-natal em hospitais da rede pública de Porto Alegre. Os dados foram coletados através de um questionário para dados biodemográficos e do Questionário Geral de Saúde de Golberg, os quais foram aplicados individualmente, em sala de espera, anteriormente à consulta ginecológica. A análise dos resultados foi realizada através de uma análise descritiva, análise bivariada (ANOVA e regressão múltipla. Estas provas indicaram que a Saúde Geral relacionou-se significativamente com algumas variáveis, tais como: idade, ocupação do companheiro e religiosidade. Além disso, o fato de não ter vivenciado um aborto e o tempo de gestação foram preditores significativos associados à Saúde Geral das gestantes. Desta forma, salienta-se para a importância de um maior número de pesquisas na área que funcionem como suporte na melhoria dos programas de intervenção e contracepção na adolescência.The purpose of this research has been to evaluate the health and well-being predictors of pregnant adolescents. The work has been developed over a quantitative study of a pattern of 100 adolescents between 3rd and 9th month of pregnancy, who went in for prenatal examination on publics hospitals in Porto Alegre, Brazil. Data was colleted with a questionnaire for biodemographical data and the General Health Questionnaire by Golberg, that was apply individuadly, in the waiting room, before the gynacological consult. The examination of data gained was done from descriptive analysis, Bivariate Analysis and Multiple Regression Analysis. The results showed that the health was strongly related to others variables as age, occupation of partner, and religiousness. Therefore it was possible

  3. ENTRE DESEJOS E POSSIBILIDADES: PRÁTICAS ALIMENTARES DE GESTANTES EM UMA COMUNIDADE URBANA NO SUL DO BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carolina Frescura Junges

    2014-01-01

    Full Text Available estudio cualitativo, cuyo objetivo fue comprender las prácticas alimentarias de embarazadas que viven en una comunidad urbana al sur de Brasil. El método adoptó el abordaje de la etnoenfermería y la recolección de datos ocurrió a partir de un guión habilitador Observación-Participación-Reflexión, con cuatro embarazadas. El análisis etnográfico fue realizado en concomitancia con la recolección de datos, buscando temas que mantuvieran las interrogaciones de investigación. Los resultados permitieron revelar los significados culturales que las embarazadas atribuyeron a los saberes y a las prácticas alimentares, destacando las influencias de historia familiar y las relaciones sociales existentes en la comunidad. La percepción de los cambios corporales bajo la óptica de las embarazadas está relacionada a las elecciones alimentarias. Los profesionales enfermeros que ayuden a las embarazadas, al valorar las dimensiones del cuidado cultural, se aproximan de la familia y la comunidad, permitiendo una mejor adhesión al pre natal y promocionando acciones educativas coherentes con la cultura de estas gestantes.

  4. Pesquisa do estreptococo do Grupo B em gestantes da Zona Leste de São Paulo Investigación del estreptococo del grupo B en gestantes de zona este de São Paulo A study of group B streptococcus in pregnant women of eastern São Paulo

    OpenAIRE

    Juliana Mello Função; Nádia Zanon Narchi

    2013-01-01

    O presente trabalho trata-se de estudo transversal e retrospectivo, realizado com trinta mulheres usuárias de uma Unidade Básica de Saúde (UBS) da Zona Leste de São Paulo, por meio de entrevista e consulta de prontuários, com o objetivo de verificar como ocorre a pesquisa do estreptococo do grupo B em gestantes. As participantes da amostra realizaram pré-natais na UBS etiveram seus bebês no período de janeiro de 2009 a dezembro de 2010. Realizaram a cultura do EGB 23 mulheres (76,7% do total)...

  5. Infecção pelo HIV entre gestantes atendidas nos centros de testagem e aconselhamento em Aids HIV infection among pregnant women attended in testing and counseling centers for AIDS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antônio José Costa Cardoso

    2007-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar a prevalência do HIV e identificar comportamentos sexuais de risco para a infecção em gestantes que realizaram rotina da assistência pré-natal. MÉTODOS: Estudo transversal com base em registros de atendimentos de 8.002 gestantes (25% do total dos municípios residentes em 27 municípios da Região Sul do Brasil, em 2003, que realizaram testes anti-HIV em Centro de Testagem e Aconselhamento que realizavam pré-natal. Foram coletadas informações sociodemográficas e comportamentais, além dos resultados de testes para sífilis e HIV, nas consultas de aconselhamento individual registradas em banco de dados do Sistema de Informações dos Centros de Testagem e Aconselhamento. Foram excluídas da base de dados as gestantes que buscaram os Centros para confirmação de sorologia anterior e aquelas encaminhadas ao serviço por apresentarem sintomas de Aids. RESULTADOS: Do total de gestantes estudadas, 0,5% (IC 95%=0,3-0,6 foram positivas para o HIV. A única variável associada com a soropositividade para o HIV foi o nível de escolaridade. A maioria das gestantes se expôs basicamente por meio de relações sexuais sem preservativos com o parceiro único com quem mantinham relação estável. As gestantes mais jovens, solteiras, desempregadas e de menor escolaridade constituíram o grupo de maior exposição. CONCLUSÕES: O Sistema de Informações dos Centros de Testagem e Aconselhamento revelou-se útil à vigilância epidemiológica da infecção pelo HIV e dos comportamentos de risco no segmento de gestantes e pode vir a sê-lo em relação a outras populações.OBJECTIVE: To estimate HIV prevalence and identify high-risk sexual behavior for infection in pregnant women who were given prenatal assistance. METHODS: Cross-sectional study based on attendance records of 8,002 pregnant women (25% of all municipalities who lived in 27 municipalities in Southern Brazil in 2003 and had anti-HIV tests done in a testing and

  6. Infecção pelo vírus da hepatite C em gestantes em Mato Grosso do Sul, 2005-2007 Infección por el virus de la hepatitis C en gestantes en Mato Grosso do Sul, Centro-Oeste de Brasil, 2005-2007 Hepatitis C virus infection among pregnant women in Central-Western Brazil, 2005-2007

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Clarice Souza Pinto

    2011-10-01

    Full Text Available O estudo teve por objetivo estimar a prevalência da infecção e genótipo do vírus da hepatite C (HCV, bem como determinar a subnotificação de casos. O total de 115.386 gestantes atendidas pelo Programa Estadual de Proteção à Gestante de Mato Grosso do Sul foi submetido à coleta de sangue para a detecção de anti-HCV, de 2005 a 2007. A prevalência da infecção pelo HCV foi de 1,07 casos/1.000. As amostras positivas foram submetidas à detecção do HCV-RNA e genotipadas. O genótipo 1 foi encontrado em 73% das amostras, 24,3% pertenciam ao genótipo 3 e 2,7% ao genótipo 2. A subnotificação de casos de hepatite C foi de 35,5%.El estudio tuvo por objetivo estimar la prevalencia de la infección y genotipo del virus de la hepatitis C (HCV, así como determinar la subnotificación de casos. El total de 115.386 gestantes atendidas por el Programa Estatal de Protección a la Gestante de Mato Grosso do Sul (Centro-Oeste de Brasil fueron sometidas a la colecta de sangre para la detección de anti-HCV, de 2005 a 2007. La prevalencia de la infección por el HCV fue de 1,07 casos/1000. Las muestras positivas fueron sometidas a la detección del HCV-RNA y genotipadas. El genotipo 1 fue encontrado en 73% de las muestras, 24,3% pertenecían al genotipo 3 y 2,7% al genotipo 2. La subnotificación de casos de hepatitis C fue de 35,5%.The study was aimed at estimating the prevalence of infection with and the genotype of hepatitis C virus (HCV, and to determine the extent of underreporting of HCV cases. A total of 115,386 pregnant women seen by the Program for Protection of Pregnancy [Programa Estadual de Proteção à Gestante] of the state of Mato Grosso do Sul, Central-Western Brazil, were tested for anti-HCV antibodies between 2005 and 2007. Prevalence of HCV infection was 1.07 cases per thousand. Positive samples were tested for HCV RNA and genotyped. Genotype 1 was detected in 73% of samples, genotype 3 in 24.3%, and genotype 2 in 2

  7. Prescrições para tratamento de malária não complicada em gestantes na Amazônia Legal: evidências do Projeto Mafalda*

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tatiana Chama Borges Luz

    2013-06-01

    Full Text Available Objetivos: Avaliar prescrições de antimaláricos segundo indicadores de qualidade e descrever relatos de eventos adversos entre gestantes com malária não complicada. Métodos: Estudo descritivo de prontuários de gestantes maiores de 15 anos, residentes em municípios de alto risco na Amazônia Legal. Antimaláricos caracterizados segundo frequência de prescrição, tipo de plasmódio e de unidade de saúde de atendimento, e de possíveis eventos adversos. Para comparação das variáveis estudas utilizou-se o teste do qui-quadrado de Pearson. Resultados: Foram avaliados 262 prontuários de gestantes. A maioria das gestantes pesquisadas recebeu diagnóstico de infecção por P. vivax (71,2%. Cloroquina foi o fármaco mais prescrito (65,6%. Fármacos não recomendados foram encontrados em 9,0% e 16,2% das prescrições para P. vivax e P. falciparum , respectivamente. Prescrições para P. falciparum , em proporção significativamente maior, contiveram esquemas e posologia e/ou duração do tratamento não adequados ao protocolo oficial (p = 0,001, bem como sem especificação da posologia (p = 0,004. Não houve diferenças significativas entre hospitais de referência e unidades básicas de saúde quanto aos esquemas de tratamento, proporções de prescrições contendo esquemas de tratamento não adequados e sem especificação da posologia. Cloroquina foi o fármaco mais envolvido em ocorrências de eventos adversos. Conclusões: Os resultados mostraram deficiências na prescrição de antimaláricos para gestantes, especialmente quanto à adequação ao protocolo oficial.

  8. Otimização da reação de polimerase em cadeia para detecção de Toxoplasma gondii em sangue venoso e placenta de gestantes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Spalding Silvia Maria

    2002-01-01

    Full Text Available A detecção de Toxoplasma gondii no sangue venoso e na placenta de gestantes pela reação de polimerase em cadeia pode facilitar o diagnóstico pré-natal da toxoplasmose congênita. Foram avaliadas gestantes IgM-reagentes e os seus filhos. Além das dosagens de IgG, IgM, IgA e reação de avidez de IgG (MEIA, foram realizadas a técnica de imunoperoxidase e a inoculação em camundongos. De cada amostra foi efetuada amplificação gênica com primers do gene B1 e novos primers do gene TGR (chamados ABGTg7 C1 e N1. É preciso observar que o tratamento poderia ser responsável por uma diminuição da infecção. Desta forma, o diagnóstico negativo confirmaria a eficiência do tratamento preventivo na replicação parasitária no útero. A reação de polimerase em cadeia mostrou-se sensível e específica; evidenciou a presença de um a dez taquizoítas; pode ser utilizada com segurança e confiabilidade, além de tornar rápido o diagnóstico da toxoplasmose congênita, sendo, assim, ferramenta importante na avaliação pré-natal.

  9. Anemia ferropriva em crianças de 6 a 12 meses atendidas na rede pública de saúde do município de Viçosa, Minas Gerais Iron deficiency anemia in 6 to 12-month-old infants attended at the public health service of Viçosa, Minas Gerais, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Danielle Góes da SILVA

    2002-09-01

    Full Text Available Este estudo teve como objetivos verificar a prevalência de anemia em lactentes de 6 a 12 meses atendidos na rede pública de saúde do município de Viçosa, MG e analisar alguns possíveis fatores de risco. As informações foram obtidas através de questionário aplicado aos responsáveis pela criança e através da verificação de medidas antropométricas e da dosagem de hemoglobina por hemoglobinômetro portátil. No diagnóstico de anemia, utilizou-se o ponto de corte de 11 g/dL. A prevalência de anemia ferropriva nas 204 crianças estudadas foi 60,8%, e 55,6% dos casos de anemia eram graves. A média da hemoglobina foi 9,28±1,07 nos anêmicos e 12,07±0,89 mg/dL nos não-anêmicos. A baixa escolaridade paterna e a idade materna mostraram associação estatística com a anemia (pThis study aimed at verifying the prevalence of anemia in 6 to 12-month-old infantsattended at the public health service of the city of Viçosa, state of Minas Gerais, and analyzing some possible risk factors. Information was obtained through questionnaire applied to those responsible for the infants and through the verification of the anthropometric measures and the hemoglobin dosage by portable hemoglobinometer. In diagnosing anemia, a 11g/dL cutoff point was used. The prevalence of iron deficiency anemia in a total of 204 infants reached 60.8%, and 55.6% of the cases of anemia were serious. The hemoglobin average was 9.28±1.07 mg/dL in anemic infants, and 12.07± 0.89 mg/dL in non-anemic ones. The father's low school level and the mother's age showed statistical association with anemia (p<0.05. A high prevalence and severity of the anemia was found, emphasizing the need for prevention and control of this disease in the city of Viçosa.

  10. Evidence of inadequate docosahexaenoic acid status in Brazilian pregnant and lactating women Evidencia de estado inadecuado del ácido docosahexaenóico en gestantes y nutrices brasileras Evidência de estado inadequado do ácido docosahexaenóico em gestantes e nutrizes brasileiras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre G Torres

    2009-04-01

    poblacionales amplios y específicos.São revistas informações publicadas recentemente sobre a ingestão de tipos de gorduras alimentícias e fontes alimentares de ácidos graxos poli-insaturados de cadeia longa (AGPI-CL n-3 no Brasil, juntamente com índices bioquímicos do estado nutricional para AGPI em gestantes e nutrizes e a composição em AGPI no leite de mulheres brasileiras adultas e adolescentes. Possíveis inadequações do estado nutricional do ácido docosahexaenóico (DHA nas gestantes e nutrizes brasileiras ainda não foram investigadas com abrangência e profundidade suficientes no Brasil. Os dados considerados mostram que a ingestão dietética de fontes alimentares de AGPI-CL n-3 no Brasil é baixa e insuficiente. Além disso, os índices bioquímicos do estado nutricional materno para o DHA e o teor de DHA no leite de mulheres brasileiras adultas e adolescentes são baixos, quando comparados com dados internacionais. Estes dados indicam possível estado inadequado para o DHA em gestantes e nutrizes brasileiras, mas estas evidências merecem confirmação por meio de estudos populacionais abrangentes e específicos.

  11. Cuidados com a pele adotados por gestantes assistidas em serviços públicos de saúde Cuidados con la piel adoptados por gestantes atendidas en servicios públicos de salud Skin Care adopted by pregnant women seen by public health services

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maristela Belletti Mutt Urasaki

    2011-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Descrever os cuidados com a pele adotados por mulheres no período gestacional e identificar a adequação das práticas utilizadas. MÉTODOS: Estudo descritivo exploratório com participação de 124 gestantes atendidas em quatro unidades básicas de saúde da região Leste do Município de São Paulo. RESULTADOS: A maioria das gestantes afirmou cuidar da pele (74,2%, entretanto, constatou-se inadequação de várias práticas que podem contribuir no desencadeamento de alterações cutâneas; mais da metade das mulheres (56,5% afirmou não ter recebido orientações acerca dos cuidados com a pele. CONCLUSÕES: Os resultados evidenciaram a importância da inclusão da abordagem sobre os cuidados da pele nos programas de educação em saúde desenvolvidos em serviços que proporcionam atendimento à gestante.OBJETIVOS: Describir los cuidados con la piel adoptados por mujeres en el período gestacional e identificar la adecuación de las prácticas utilizadas. MÉTODOS: Estudio descriptivo exploratorio realizado con la participación de 124 gestantes atendidas en cuatro unidades básicas de salud de la región Este del Municipio de Sao Paulo. RESULTADOS: La mayoría de las gestantes afirmó cuidar la piel (74,2%, no obstante, se constató inadecuación de varias prácticas que pueden contribuir en la aparición de alteraciones cutáneas; más de la mitad de las mujeres (56,5% afirmó no haber recibido orientaciones acerca de los cuidados con la piel. CONCLUSIONES: Los resultados evidenciaron la importancia de la inclusión de temas relativos al cuidado de la piel en los programas de educación en salud desarrollados en los servicios que proporcionan atención a la gestante.OBJECTIVES: To describe skin care practices used by women during pregnancy and to determine if these practices are adequate. METHODS: A descriptive exploratory study with 124 pregnant women enrolled in four basic health units in the eastern region of São Paulo

  12. Estudo da soroprevalência do AgHBs em gestantes da 15ª Regional de Saúde e da imunoprofilaxia para os recém-nascidos das gestantes AgHBs positivo = Study into the HBsAg seroprevalence in pregnant women from the 15th Health Regional and the immunoprophylaxia on the newborns of these HBsAg-positive women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sonia Kaori Miyamoto

    2008-01-01

    Full Text Available Determinar a prevalência do AgHBs nas gestantes da 15ª Regional de Saúde (15ª R.S. atendidas no Laboratório de Ensino e Pesquisa em Análises Clínicas (Lepac, Universidade Estadual de Maringá, e verificar se foi solicitada a imunoprofilaxia para hepatite B aos recém-natos das gestantes AgHBs positivo, no período de janeiro de 1998 a dezembro de 2002. A pesquisa do AgHBs foi realizada pela técnica imunoenzimática IMxHBsAg e Axsym HBsAg (Laboratório Abbott. As solicitações de imunobiológicos especiais para a imunoprofilaxia da hepatite B ao CRIE foram obtidas na Seção de Epidemiologia da 15ª R.S. Foram analisadas 12.274 gestantes e a prevalência do AgHBs foide 1,0%. Dentre as 125 gestantes AgHBs positivo, foram solicitadas imunoprofilaxia para 32 (25,6% recém-nascidos. Ainda que a prevalência encontrada indique ser esta uma área de baixa endemicidade, os resultados reafirmam a importância da realização do diagnóstico da hepatite B no atendimento pré-natal, para adoção da imunoprofilaxia no recém-nascido.To determine HBsAg prevalence among pregnant women from the 15th Health Regional assisted in the Laboratório de Ensino e Pesquisa em Análises Clínicas (Lepac, Universidade Estadual de Maringá, and verify whether immunoprophylaxis with vaccine and immunoglobulin was requested for the newborns of HBsAg-positive women during the period from January 1998 to December 2002. The research about HBsAg was conducted using the immunoenzymatic IMxHBsAg (Abbot Lab and Axsym HBsAg (Abbot Lab techniques. The requests to the CRIE for specialimmunobiologic agents for Hepatitis B immunoprophylaxis were obtained in the Department of Epidemiology from the 15th Health Regional. The analysis includes 12,274 pregnant women, and the HBsAg prevalence was 1.0%. Among 125 HBsAg positive pregnant women, immunoprophylaxis was requested for 32 (25.6% newborns. Although the prevalence detected demonstrates this to be a low endemic area, the

  13. Screening for group B Streptococcus in pregnant women: a systematic review and meta-analysis Rastreo de Streptococcus del grupo B en gestantes: revisión sistemática y metanálisis Rastreamento de Streptococcus do grupo B em gestantes: revisão sistemática e metanálise

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mônica Taminato

    2011-12-01

    para la reducción de la incidencia de sepsis neonatal. Las evidencias obtenidas en el estudio sugieren que la estrategia de screening universal para las gestantes asociado al uso de antibióticos profilácticos es segura y efectiva.A infecção por Streptococcus do grupo B (GBS é considerada importante problema de saúde pública. Está associada à sepse neonatal, meningite, pneumonia, óbito neonatal, aborto séptico, coriomnionite, endometrite e outras infecções perinatais. O objetivo deste estudo foi determinar a melhor estratégia de rastreamento de GBS em gestantes. Como método usou-se a revisão sistemática com metanálise. A pesquisa foi realizada no Departamento de Enfermagem/Universidade Federal de São Paulo/Centro Cochrane do Brasil. Para a busca usaram-se as fontes Embase, LILACS, MEDLINE, lista de referências bibliográficas, comunicação pessoal e Cochrane Library. Usaram-se, como critério de seleção, os estudos que analisaram algum tipo de rastreamento para GBS em gestantes. Independente do comparador, os resultados apontam que todas as análises foram favoráveis ao programa de screening universal para a redução da incidência de sepse neonatal. Pode-se concluir que evidências obtidas no estudo são sugestivas de que a estratégia de screening universal para as gestantes, associada ao uso de antibiótico profilático, é segura e efetiva.

  14. Tratamento da anemia ferropriva com ferro por via oral

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rodolfo D. Cançado

    Full Text Available A anemia ferropriva permanece como uma das deficiências nutricionais mais frequentes e importantes no mundo. O tratamento com ferro deve ser iniciado preferencialmente por via oral e a investigação apropriada de sua causa é obrigatória. Os autores discutem os compostos com ferro atualmente disponíveis, o perfil de eficácia, segurança e tolerabilidade desses medicamentos, e o plano terapêutico mais adequado possível para o sucesso no tratamento dessa doença tão comum e importante.

  15. Anemia ferropriva em escolares da primeira série do ensino fundamental da rede pública de educação de uma região de Brasília, DF Iron deficiency anemia in first grade students from public schools in a region of Brasília, DF

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gracy Santos Heijblom

    2007-06-01

    Full Text Available A anemia ferropriva é a deficiência de micronutriente mais prevalente no mundo. É particularmente deletéria em escolares, pois crianças anêmicas são sonolentas e prestam menos atenção. Como conseqüência, pode levar ao alto absenteísmo e baixo rendimento escolar. Realizou-se um estudo transversal com amostra probabilística de 424 alunos de 6 a 11 anos, da 1ª série do ensino fundamental de escolas públicas da Regional Norte de Saúde de Brasília. Os objetivos foram avaliar a prevalência de anemia e comparar o resultado obtido em 2004 com aquele de estudo similar realizado na mesma área em 1998. A hemoglobina (Hb foi determinada em amostra de sangue digital, usando Hemocue®. Dois pontos de corte foram adotados para classificar anemia, ambos estabelecidos pela Organização Mundial da Saúde: HbIron deficiency anemia (IDA is the most prevalent micronutrient deficiency in the world. In school age children, IDA is particularly deleterious: anemic children are sleepy and pay less attention. As a consequence, anemia can lead to high absenteeism and lower school performance. A cross-sectional survey was conducted in a representative sample of 424 randomly selected first graders (ages 6 to 11 years from public schools located in the Northern Public Health Region of Brasília. The study objectives were to: (a determine the prevalence of anemia; (b compare the results obtained in 2004 to those of a similar survey conducted in the same area in 1998. Hemoglobin (Hb was determined in finger-prick blood samples using Hemocue®. Two cut-off points were used to classify anemia, both established by the WHO: Hb<11.5g/dL and Hb<12.0g/dL. The height/age, weight/age and weight/height indicators below -2.0 standard deviations from the NCHS reference were used to indicate growth retardation. Prevalence of anemia was 12.5% and 11.9% (Hb<11.5g/dL and 26.9% and 21.5% (Hb<12.0g/dL in 2004 and 1998 respectively. The prevalence of anemia increased between

  16. Doplervelocimetria das artérias oftálmica e central da retina em gestantes normais Dopplervelocimetry of ophthalmic and central retinal arteries in normal pregnancies

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Angélica Lemos Debs Diniz

    2005-04-01

    Full Text Available OBJETIVOS: avaliar os padrões dos índices doplervelocimétricos das artérias oftálmica e central da retina durante o segundo e terceiro trimestres da gestação normal e comparar os valores obtidos do olho direito e esquerdo das gestantes. MÉTODOS: estudo transversal no qual se avaliaram seis índices doplervelocimétricos das artérias central da retina e oftálmica em 51 gestantes normais, com idades gestacionais entre a 20ª e a 38ª semana. As variáveis analisadas foram os índices de resistência e pulsatilidade (IR, IP, os picos de velocidade sistólica e diastólica (PVS, PVD e a razão entre picos de velocidade (RPV. A análise dos índices doplervelocimétricos dos olhos direito e esquerdo foi realizada utilizando-se a mediana dos valores. Para a comparação dos valores dos índices entre os dois olhos das gestantes, utilizou-se o teste t de Student para dados pareados. A associação entre a idade gestacional e os índices foi testada empregando-se o coeficiente de correlação linear de Pearson. Adotou-se o nível de significância de 5% para os testes estatísticos. RESULTADOS: a mediana dos índices doplervelocimétricos das artérias oftálmica e central da retina foram, respectivamente: IP=1,83; IR=0,78; PVS=34,20; PVD=6,80; RPV=0,48 e IP=1,34; IR=0,70; PVS=7,40; PVD=2,10. Não houve diferenças na análise comparativa dos índices doplervelocimétricos entre os olhos direito e esquerdo das gestantes normais. O coeficiente de correlação linear entre a idade gestacional e os índices de ambas as artérias não mostrou diferença significante durante a gestação normal. CONCLUSÃO: é factível a análise unilateral dos índices doplervelocimétricos das artérias oftálmica e central da retina no estudo de doenças maternas sistêmicas. Não há mudança significativa dos índices doplervelocimétricos das artérias oftálmica e central da retina ao longo da gestação normal entre a 20ª e a 38ª semana.PURPOSE: to

  17. Perfil sorológico para toxoplasmose em gestantes de um hospital público de Porto Alegre Serologic profile of toxoplasmosis in pregnant women from a public hospital in Porto Alegre

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Myrian Morussi Reis

    2006-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: descrever e analisar os resultados da sorologia convencional para toxoplasmose em gestantes acompanhadas pelo pré-natal do Hospital Materno-Infantil Presidente Vargas em Porto Alegre. MÉTODOS: IgG e IgM específicas foram processadas por testes fluorométricos, sendo a IgM de captura. Nova coleta em duas a três semanas foi solicitada às gestantes IgM positivas e as que estavam no início da gestação tiveram realizada a avidez de IgG. IgM neonatal foi obtida nos partos realizados na instituição. A análise foi baseada na distribuição binomial, por meio do cálculo de uma proporção simples para estimar a prevalência de soropositividade e suscetibilidade à infecção pelo Toxoplasma gondii. RESULTADOS: a prevalência da infecção em 10.468 gestantes foi de 61,1 e 38,7% das gestantes eram suscetíveis. Entre as 272 gestantes IgG e IgM positivas, 87 retornaram para nova coleta e em 84 os níveis de anticorpos permaneceram inalterados. De nove gestantes com avidez, houve apenas uma gestante com avidez baixa e a IgM neonatal do recém-nascido foi positiva. Em 44 recém-nascidos na instituição, a IgM neonatal foi positiva em quatro. CONCLUSÕES: encontrou-se alta prevalência da infecção em gestantes e de toxoplasmose congênita, mesmo sem dados sobre soroconversão. A maioria das sorologias IgM positivas foi relacionada a infecção passada. A relação custo-benefício do pré-natal em amostras isoladas pode ser otimizada com a análise do risco de transmissão materno-fetal nas gestantes IgM positivas. Quando houver risco, deve-se solicitar teste de IgM do recém-nascido e acompanhá-lo durante o primeiro ano de vida.PURPOSE: to describe and analyze the results of conventional serology for toxoplasmosis in pregnant women during prenatal care at the Hospital Materno-Infantil Presidente Vargas in Porto Alegre. METHODS: specific IgG and IgM determinations were performed using fluorometric tests, with IgM capture. A second

  18. Risco de suicídio em gestantes de alto risco: um estudo exploratório Risk of suicide in high risk pregnancy: an exploratory study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gláucia Rosana Guerra Benute

    2011-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar o risco para comportamento suicida em gestantes de alto risco em um hospital público de São Paulo. MÉTODOS: Foi realizada entrevista semiestruturada com questionário previamente elaborado com cada uma das participantes (n = 268. O risco para suicídio foi identificado por meio da versão em português do PRIME-MD. RESULTADOS: A média de idade foi de 29 anos (SD = 0,507 e 30 semanas gestacionais (SD = 0,556. Constatou-se risco específico para suicídio em 5% (n = 14 do total da amostra. Destas gestantes, 85% têm relacionamento estável (casada ou amasiada, em 50% dos casos a gestação foi planejada, 71% têm religião e não exercem atividade profissional. Quando correlacionados os dados de estado civil, planejamento da gestação, idade, escolaridade, atividade profissional, risco de prematuridade e religião com risco para suicídio, constatou-se que ter uma religião apresentou significância estatística (p = 0,012. Não foram encontradas associações positivas para nenhum dos outros itens selecionados, quando comparados com o risco para suicídio. Ao correlacionar o risco de suicídio com os demais sintomas característicos de depressão maior, observou-se significância estatística em relação à insônia ou hipersonia (p = 0,003, fadiga ou perda de energia (p = 0,001, diminuição ou aumento do apetite (p = 0,005, menor interesse nas atividades diárias (p = 0,000, humor deprimido (p = 0,000, sentimento de inutilidade ou culpa (p = 0,000, diminuição da concentração (p = 0,002, agitação ou retardo psicomotor (p = 0,002. CONCLUSÃO: Observou-se que a religião pode ser um fator protetor com relação ao comportamento suicida. Além de propiciar uma rede social de apoio da qual as mulheres necessitam no período gravídico, as religiões apoiam as crenças na vida após a morte e em um Deus amoroso, propiciando objetivos a vida e autoestima e fornecendo modelos de enfrentamento de crises. Os resultados

  19. Anemia ferropriva em crianças de 6 a 12 meses atendidas na rede pública de saúde do município de Viçosa, Minas Gerais

    OpenAIRE

    SILVA, Danielle Góes da; FRANCESCHINI, Sylvia do Carmo Castro; PRIORE, Silvia Eloiza; RIBEIRO, Sônia Machado Rocha; SZARFARC, Sophia Cornbluth; SOUZA, Sônia Buongermino; ALMEIDA, Laerte Pereira; LIMA, Nerilda Martins Miranda de; MAFFIA, Úrsula Comastri de Castro

    2002-01-01

    Este estudo teve como objetivos verificar a prevalência de anemia em lactentes de 6 a 12 meses atendidos na rede pública de saúde do município de Viçosa, MG e analisar alguns possíveis fatores de risco. As informações foram obtidas através de questionário aplicado aos responsáveis pela criança e através da verificação de medidas antropométricas e da dosagem de hemoglobina por hemoglobinômetro portátil. No diagnóstico de anemia, utilizou-se o ponto de corte de 11 g/dL. A prevalência de anemia ...

  20. Associação entre ácido úrico sérico materno, proteinúria, idade gestacional e peso do recém-nascido em gestantes hipertensas

    OpenAIRE

    Paula, Letícia Germany

    2005-01-01

    O aumento das taxas de ácido úrico sérico materno (AU) tem sido associado com a gravidade da hipertensão, proteinúria e prognóstico perinatal. O objetivo deste estudo é estudar o ácido úrico sérico materno em pacientes com gestação complicada por hipertensão arterial sistêmica. Este é um estudo observacional, transversal, contemporâneo, que apresenta a associação entre níveis de ácido úrico sérico em gestantes hipertensas, índice de proteinúria/creatininúria (P/C) em amostra, idade gestaciona...

  1. Food Consumption and Iron Intake of Pregnant and Reproductive Aged Women Consumo alimentar e ingestión de hierro por mujeres embarazadas y en edad reproductiva Consumo alimentar e ingestão de ferro de gestantes e mulheres em idade reprodutiva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Paula Sayuri Sato

    2010-04-01

    alimentos, suplemento medicamentoso para gestantes y orientación nutricional para las mujeres en general.Comparar a prática alimentar e o consumo de alimentos fontes de ferro, naturais e fortificados, de mulheres em idade reprodutiva, gestantes ou não, constituiu o objetivo desta pesquisa. Estudo transversal, desenvolvido em um centro de saúde do município de São Paulo, envolvendo 61 mulheres, sendo 30 gestantes. Utilizou-se questionário de frequência de consumo alimentar e recordatório de 24h. As principais fontes naturais de ferro foram feijão e folhas verdes. Alimentos fortificados também tiveram participação importante. Houve pequena diferença estatisticamente significativa entre o consumo alimentar das gestantes e não gestantes. Observou-se inadequação do consumo de ferro, folato e cálcio nos dois grupos. As mulheres não gestantes atenderiam a demanda de ferro, considerando-se o adicional recomendado para a fortificação das farinhas, porém, as gestantes não. Há necessidade de estratégias combinadas: fortificação dos alimentos, suplementação medicamentosa para gestantes e orientação nutricional para as mulheres em geral.

  2. Avaliação da adaptação psicossocial na gravidez em gestantes brasileiras Assessment of psychosocial adaptation to pregnancy in brazilian pregnant women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Janiny Lima e Silva

    2011-08-01

    Full Text Available RESUMO OBJETIVO: avaliar a adaptação psicossocial na gravidez, por intermédio da tradução e adaptação de instrumento específico, para ser usado em gestantes brasileiras. MÉTODOS: estudo observacional de corte transversal. Foi realizada a tradução e adaptação transcultural do PSeQ (Prenatal Self-evaluation Questionnaire seguindo todas as etapas metodológicas exigidas. aplicou-se um questionário contendo perguntas abertas e fechadas de forma a caracterizar os dados sócio-demográficos e clínicos das gestantes (n=36. a análise estatística constou de média, desvio padrão (DP, freqüência absoluta e relativa. Para análise da consistência interna utilizou-se o coeficiente alfa de Cronbach, por meio do SPSS versão 17.0. RESULTADOS: as voluntárias apresentaram baixo nível sócio-econômico, média de idade de 25,1 anos ( 5,5, idade gestacional média de 25,9 semanas ( 8,1. Destas, 58,3% não haviam planejado a atual gravidez. O pré-teste mostrou que 75% das gestantes consideraram o questionário de fácil entendimento. Quanto ao instrumento PSEQ, a identificação com o papel materno foi a sub-escala que apresentou maior média 24,8 ( 5,6, enquanto o relacionamento com a mãe apresentou a menor média 15,4 ( 7,7. a consistência interna variou entre 0,52-0,89. CONCLUSÃO:a avaliação psicossocial materna no pré-natal mostra-se importante no acompanhamento da progressão da gestação e permite a intervenção mediante ações de promoção e prevenção no bem-estar materno-infantil.PURPOSE:to evaluate psychosocial adaptation to pregnancy by translating and cross-culturally adapting a specific assessment instrument to be used with Brazilian women. METHODS: this was a cross-sectional observational study. the translation and cross-cultural adaptation and of the Prenatal Self-evaluation Questionnaire (PSeQ was performed following all the required methodological steps. another questionnaire was applied to characterize the

  3. Prevalência da colonização pelo estreptococo do grupo B em gestantes atendidas em ambulatório de pré-natal Prevalence of group B Streptococcus in pregnant women from a prenatal care center

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriane Pogere

    2005-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: verificar a prevalência de estreptococo do grupo B (EGB em gestantes no terceiro trimestre da gravidez e explorar os fatores potencialmente associados à colonização. MÉTODOS: uma amostra de 273 gestantes no terceiro trimestre da gravidez, provenientes do ambulatório de pré-natal do Hospital Universitário do Sul do Brasil, foi investigada. Culturas de amostra vaginal e anorretal foram obtidas e inoculadas em meio seletivo de Todd-Hewitt suplementado com 10 µg/ml de colistina e 15 µg/ml de ácido nalidíxico e posteriormente subcultivadas em ágar sangue de carneiro desfibrinado. Todas as colônias suspeitas foram submetidas ao teste de aglutinação para detecção do antígeno específico do grupo B. O teste de Camp foi utilizado para identificação do EGB das variedades não hemolíticas. Analisaram-se também os dados demográficos, socioeconômicos, reprodutivos e clínico-obstétricos. A razão de prevalência (RP foi utilizada como medida de risco. Considerou-se como significante o intervalo de confiança no nível de 95% (alfa=0,05. RESULTADOS: a prevalência de colonização pelo EGB foi de 21,6% (59, sendo que 9,9% (27 das gestantes tiveram positividade em ambos os sítios, 6,95% (19 foram positivas somente no sítio vaginal e 4,75% (13 da amostra tiveram positividade apenas no sítio anal. A prevalência de EGB foi ligeiramente mais alta nas gestantes com idade inferior a 20 anos, naquelas com menor escolaridade e nas gestantes primíparas, e o dobro entre aquelas que não relataram aborto espontâneo, porém sem significância estatística. Não foi encontrada diferença na prevalência de EGB de acordo com história de doenças sexualmente transmissíveis e tabagismo. Quando os dados foram analisados conjuntamente, os fatores detectados como potencialmente associados à colonização pelo EGB foram: primíparas com mais de 30 anos (RP=1,55 e mulheres com mais de um parceiro sexual e freqüência de atividade

  4. Estudo do perfil hemodinâmico da artéria oftálmica em gestantes com diabetes mellitus gestacional Study of ophthalmic artery hemodynamic pattern in pregnant women with gestational diabetes mellitus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gizeli de Fátima Ribeiro dos Anjos

    2012-10-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Avaliar os padrões hemodinâmicos da artéria oftálmica, por meio da doplervelocimetria, em portadoras de diabetes mellitus gestacional (DMG, e comparar os achados com os obtidos em gestantes normais. MÉTODOS: Estudo prospectivo caso-controle que analisou os índices doplervelocimétricos das artérias oftálmicas. Foram constituídos dois grupos: um com 40 gestantes com diagnóstico de DMG e o outro por 40 gestantes normais. Foram incluídas gestantes com DMG segundo critérios da American Diabetes Association - 2012, com gravidez de 27 semanas até o termo, e excluídas gestantes hipertensas, em uso de drogas vasoativas ou com diagnóstico prévio de diabetes. O estudo foi realizado em um olho com transdutor linear de 10 MHz Sonoace 8000 Live Medison ®. As variáveis analisadas foram: índice de pulsatilidade (IP, índice de resistência (IR, razão entre picos de velocidade (RPV, pico de velocidade sistólica (PVS e velocidade diastólica final (VDF. Para análise de normalidade das amostras foi empregado o teste de Lillefors, e os testes t de Student e Mann-Whitney, para comparação entre as médias e medianas conforme normalidade dos dados, e adotado nível de significância de 95%. RESULTADOS: As medianas e médias com desvio padrão das variáveis doplervelocimétricas da artéria oftálmica dos grupos de DMG e gestantes normais foram, respectivamente: IP=1,7±0,6 e 1,6±0,4 (p=0,7; IR=0,7 e 0,7 (p=0,9; RPV=0,5±0,1 e 0,5±0,1 (p=0,1; PVS=33,6 e 31,9 cm/seg (p=0,7; VDF=6,3 e 7,9 cm/seg (p=0,4. Não houve diferença significante entre as médias e medianas das variáveis analisadas entre os dois grupos de gestantes. CONCLUSÕES: Os padrões hemodinâmicos das artérias oftálmicas permaneceram inalterados no grupo de gestantes com DMG em relação ao grupo de gestantes normais, sugerindo que o tempo de exposição à doença durante a gestação é curto para causar vasculopatias importantes no território materno central

  5. Exercício físico no ganho de peso e resultados perinatais em gestantes com sobrepeso e obesidade: uma revisão sistemática de ensaios clínicos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simony Lira do Nascimento

    2011-03-01

    Full Text Available Esta revisão objetivou avaliar os efeitos do exercício físico no ganho de peso e nos resultados perinatais de gestantes com sobrepeso e obesidade, através de revisão sistemática da literatura em bases de dados específicas: MEDLINE/PubMed, EMBASE, SciELO e LILACS. Foram incluídos dez ensaios clínicos que avaliaram a efetividade do exercício combinado ou não com dieta no controle do ganho de peso gestacional. Três estudos são randomizados e a qualidade metodológica foi avaliada através do CONSORT 2010 Checklist, porém nenhum deles cumpriu todos os critérios. Quatro estudos obtiveram diferença quanto ao ganho de peso entre os grupos. A maioria dos estudos (60% não demonstrou diferença quanto aos resultados perinatais (via de parto, idade gestacional ao nascer, peso do recém-nascido. Poucos estudos confirmam o efeito positivo do exercício no controle do ganho de peso gestacional, necessitando mais pesquisas neste sentido. O exercício em intensidade leve a moderada parece não ser determinante nos resultados perinatais, sendo uma prática segura para gestantes com sobrepeso e obesidade.

  6. Aconselhamento em DST/Aids às gestantes que realizaram o teste anti-HIV na admissão para o parto: os sentidos de uma prática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia de Lima Fonseca

    2012-06-01

    Full Text Available Foram analisadas as práticas e os sentidos do aconselhamento para gestantes submetidas ao teste anti-HIV na admissão para o parto, e para profissionais de saúde que atuam na assistência à maternidade em Salvador, Brasil. Foi realizado um estudo qualitativo em uma maternidade, com observação participante e entrevistas semiestruturadas com 13 puérperas sem diagnóstico prévio para o HIV e sete profissionais de saúde. Observou-se que o exame anti-HIV é realizado de forma compulsória, sem considerar a autonomia da gestante, e que o aconselhamento se limita a informar o diagnóstico e dar orientações no pós-teste somente àquelas cujos resultados foram positivos. Os sentidos que permeiam o exame, assim como o entendimento da experiência e os significados construídos pelas puérperas, sobretudo quando se descobrem positivas para o HIV, não são abordados pelos profissionais, que não se sentem capacitados para acolherem a subjetividade das pacientes.

  7. Aconselhamento em DST/Aids às gestantes que realizaram o teste anti-HIV na admissão para o parto: os sentidos de uma prática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia de Lima Fonseca

    Full Text Available Foram analisadas as práticas e os sentidos do aconselhamento para gestantes submetidas ao teste anti-HIV na admissão para o parto, e para profissionais de saúde que atuam na assistência à maternidade em Salvador, Brasil. Foi realizado um estudo qualitativo em uma maternidade, com observação participante e entrevistas semiestruturadas com 13 puérperas sem diagnóstico prévio para o HIV e sete profissionais de saúde. Observou-se que o exame anti-HIV é realizado de forma compulsória, sem considerar a autonomia da gestante, e que o aconselhamento se limita a informar o diagnóstico e dar orientações no pós-teste somente àquelas cujos resultados foram positivos. Os sentidos que permeiam o exame, assim como o entendimento da experiência e os significados construídos pelas puérperas, sobretudo quando se descobrem positivas para o HIV, não são abordados pelos profissionais, que não se sentem capacitados para acolherem a subjetividade das pacientes.

  8. Relação entre prática religiosa, uso de álcool e transtornos psiquiátricos em gestantes Relationship between religious practice, alcohol use, and psychiatric disorders among pregnant women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiane Schumann Silva

    2010-01-01

    Full Text Available CONTEXTO: A saúde mental de gestantes é bastante discutida na literatura científica. Nesse período, a mulher passa por alterações físicas, hormonais, psicológicas e sociais e torna-se mais suscetível a problemas psíquicos. Há carência de estudos abordando a relação entre saúde mental e religiosidade nessa população. OBJETIVO: Investigar a relação entre prática religiosa, prevalência de diagnósticos psiquiátricos e consumo alcoólico em gestantes de Juiz de Fora. MATERIAL E MÉTODOS: Estudo transversal envolvendo 260 gestantes acompanhadas em Centros de Atendimentos a gestantes de Juiz de Fora, utilizando-se um questionário sociodemográfico (incluindo filiação e prática religiosa, o Mini International Neuropsychiatric Interview e o Alcohol Use Disorders Identification Test (AUDIT. RESULTADOS: A maioria das gestantes era praticante de religião (60,8%. As gestantes praticantes apresentavam menor frequência (p BACKGROUND: Mental health of pregnant and postpartum women is a topic widely discussed in scientific literature. During this period, women are going through major changes in physical, hormonal, psychological and social aspects, and thus become more susceptible to psychic problems. The relationship between health and religiousness is also evident in the literature, however there are no studies examining this relationship among pregnant women. OBJECTIVE: To investigate the relationship between religious practice, prevalence of psychiatric disorders, and alcohol use in pregnant women users of The Brazilian National Health System in Juiz de Fora, Brazil. MATERIALS AND METHODS: This is a cross-sectional study, involving 260 pregnant women of Juiz de Fora. Data collection was performed in care centers for pregnant women of the city, using a sociodemographic questionnaire (which included religious practice and religious filiation, the Mini International Neuropsychiatric Interview (MINI, and Alcohol Use Disorders

  9. Vigilância epidemiológica de HIV/Aids em gestantes: uma avaliação acerca da qualidade da informação disponível

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Quitéria Batista Meirelles

    Full Text Available RESUMO Objetivo Analisar a qualidade da informação disponível no Sistema Nacional de Informação de Agravos de Notificação (SINAN acerca de gestantes portadoras de HIV/Aids no estado do Rio Grande do Norte, Brasil, entre 2007 e 2014. Método A qualidade da informação foi analisada através da completude (porcentagem de campos preenchidos com valores não nulos dos dados de notificação (dados sociodemográficos, antecedentes epidemiológicos maternos, dados sobre o pré-natal e o parto e da existência de dissonância entre as fontes de dados analisadas (secretarias municipais de saúde de Natal e Mossoró, secretaria estadual de saúde e DATASUS. A completude foi classificada em excelente (>90% de campos com valores não nulos, regular (70%-89% e ruim (<70%. A dissonância foi considerada presente quando houve diferença entre as fontes quanto ao número de mulheres em idade fértil portadoras de HIV/Aids. Resultados No período do estudo foram notificados à secretaria estadual 492 casos de gestantes com HIV/Aids. Considerando-se os 19 campos analisados na ficha de notificação, a completude foi regular ou ruim em 11 (72% campos. A completude foi excelente na maioria das variáveis sociodemográficas, mas foi regular ou ruim na maioria dos campos relacionados ao pré-natal e ao parto. Houve dissonância entre o número de mulheres em idade fértil portadoras de HIV/Aids, com 482 mulheres registradas no DATASUS, 616 na Secretaria Estadual de Saúde e 663 nas secretarias municipais de saúde. Conclusão Há deficiências na qualidade da informação acerca de gestantes e mulheres portadoras de HIV/Aids, sendo necessário investir em infraestrutura e estímulo à qualificação permanente dos profissionais envolvidos na notificação.

  10. Anemia em gestantes brasileiras antes e após a fortificação das farinhas com ferro Anemia en gestantes brasileñas antes y después de la fortificación de harinas con hierro Anemia in Brazilian pregnant women before and after flour fortification with iron

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elizabeth Fujimori

    2011-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Comparar prevalência de anemia e valores de hemoglobina (Hb em gestantes brasileiras, antes e após a fortificação das farinhas com ferro. MÉTODOS: Estudo de avaliação de painéis repetidos, desenvolvido em serviços públicos de saúde de municípios das cinco regiões brasileiras. Dados retrospectivos foram obtidos de 12.119 prontuários de gestantes distribuídas em dois grupos: antes da fortificação, com parto anterior a junho de 2004, e após a fortificação, com última menstruação após junho de 2005. Anemia foi definida como Hb OBJETIVO: Comparar prevalencia de anemia y valores de hemoglobina (Hb en gestantes brasileñas, antes y después de la fortificación de las harinas con hierro. MÉTODOS: Estudio de evaluación de paneles repetidos, desarrollado en servicios públicos de salud de municipios de las cinco regiones brasileñas. Datos retrospectivos se obtuvieron de 12.119 prontuarios de gestantes distribuidas en dos grupos: antes de la fortificación, con parto anterior a junio de 2004, y posterior a la fortificación, con última menstruación después de junio 2005. Anemia fue definida como HbOBJECTIVE: To compare prevalence of anemia and hemoglobin (Hb levels in Brazilian pregnant women before and after flour fortification with iron. METHODS: A repeated cross-sectional panel study of public health care centers of municipalities in the five Brazilian regions was conducted. Retrospective data were obtained from 12,119 medical records of pregnant women distributed in two groups: before fortification (delivery prior to June 2004 and after fortification (date of last period after June 2005. Anemia was defined as Hb<11.0 g/dl. Hb levels according to gestational age were assessed using two references from the literature. Statistical analysis was carried out using chi-squared tests, Student's t tests, and logistic regression, with a significance level of 5%. RESULTS: In the total sample, prevalence of anemia fell from

  11. Avaliação das alterações de hábitos alimentares e de higiene bucal de gestantes atendidas no HU-UFSC, em Florianópolis

    OpenAIRE

    Ribeiro, Dayane Machado

    2003-01-01

    Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Odontologia A gravidez é um estado fisiológico em que várias alterações hormonais e de comportamento ocorrem no organismo da mulher, a fim de adaptar o seu corpo a esta nova condição. A ação das alterações de hábitos alimentares e de higiene bucal sobre a saúde bucal da gestante é ainda pouco discutido. Por esta razão, este estudo procurou avaliar as alterações de hábi...

  12. Experimental intoxication of pregnant goats with Tetrapterys multiglandulosa A. Juss. (Malpighiaceae Intoxicação experimental por Tetrapterys multiglandulosa A. Juss. (Malpighiaceae em cabras gestantes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    M.M. Melo

    2001-02-01

    Full Text Available Green leaves of Tetrapterys multiglandulosa A. Juss were fed to pregnant goats from day 35 of pregnancy. Five goats received 10g/kgBW (group I, five received 20g/kgBW (group II and five were used as control (group III, and received only hay, fresh grass and commercial ration. All animals were clinically examined daily and submitted to ultrasonography every three days. Fetal death and vulvar catarrhal discharge with subsequent abortion were observed at the end of the second month of pregnancy in group II and at the third month of pregnancy in group I. Animals from groups I and II were slaughtered after abortion and necropsied. Goats from the control group were necropsied at the same time. The main lesions in the aborted goats were focal placentitis with early involution (apoptosis and placentary coagulation necrosis, acute focal endometritis and vulvo-vaginal petechiae. All aborted fetuses were underdeveloped when compared to control fetuses, probably due to fetal malnutrition, since no congenital malformations could be noted. The majority of aborted fetuses showed some degree of autolysis, as fetal death occurred five and three days before abortion, in groups I and II, respectively. The most remarkable fetal lesions were focal or diffuse hemorrhages in the skin, meninges and visceral serosae.Com o objetivo de investigar a toxicidade da Tetrapterys multiglandulosa A. Juss. foram utilizadas 15 cabras gestantes, divididas aleatoriamente em três grupos (GI, GII e GIII com cinco animais cada. Após estabelecer o diagnóstico de gestação no tempo médio de 35 dias, eram oferecidas diariamente doses de 10 e 20g/kg PV das folhas (jovens e maduras de Tetrapterys multiglandulosa para os grupos I e II, respectivamente, junto ao capim picado, feno e concentrado. Para o grupo III, usado como controle, foram fornecidos somente capim picado, feno e concentrado. Todos os animais foram submetidos a exames clínicos diários e a ultra-sonografia a cada tr

  13. Desempenho, características de carcaça e composição química de diferentes cortes comerciais de novilhas mestiças não-gestantes ou gestantes terminadas em confinamento = Performance, carcass characteristics and chemical composition of nonpregnant or pregnant heifers finished in feedlot

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lívia Maria Araújo Macedo

    2007-10-01

    Full Text Available Objetivou-se avaliar o efeito da gestação sobre o desempenho, características de carcaça e composição físico-química de cinco cortes de novilhas mestiças em confinamento. Utilizaram-secinco novilhas gestantes e cinco não-gestantes com 20 meses e peso corporal de 323 kg. Não houve diferença (p > 0,05 para peso final, ganho médio diário, consumo, conversão alimentar, peso de carcaça, rendimento de carcaça, área de olho de lombo e espessura de gordura de cobertura entre os tratamentos. O acém das novilhas gestantes teve maiores teores (p This work was carried out to study the effect of pregnancy on performance, carcass characteristics and chemical composition of crossbred heifers in comparison with nonpregnant heifers finished in feedlot. Five pregnant heifers and five nonpregnant heifers, 20 months old and with initial live weight of 327 kg were used. The initial live weight, final weight, average daily gain, intake, feed conversion, carcass weight, hot carcass dressing, Longissimus area and fat thickness (4.21 mm did not differ (p > 0.05 between treatments. Pregnant heifers chuck showed higher levels (p < 0.05 of moisture and ash, and lower levels (p < 0.05 of total fat, than nonpregnant heifers. Pregnant heifers rump showed higher levels (p < 0.05 of moisture. Nonpregnant heifers striploin had the highest level (p < 0.05 of moisture. The fatty acid profile of pregnant heifers chuck had the highest levels (p < 0.05 of 14:0, 16:1n7 and 20:4n6, but showed the lowest level (p < 0.05 of 17:0. Nonpregnant heifers topside showed the highest levels (p < 0.05 of 18:1t11 and 18:2c9t1. Pregnant heifers chuck showed the highest level (p < 0.05 of PUFA. Nonpregnant heifers had higher levels of n-6 fatty acids than pregnant heifers. The striploin of pregnant heifers showed higher percentage (p < 0.05 of n-3.

  14. Auto-estima e fatores associados em gestantes da cidade de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil Self-esteem and associated factors in pregnant women in the city of Pelotas, Rio Grande do Sul State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Michelle de Souza Dias

    2008-12-01

    Full Text Available O estudo tem como objetivo mensurar a auto-estima e fatores associados em gestantes atendidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS na cidade de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil. É do tipo transversal, tendo-se entrevistado 560 gestantes nos meses de maio a novembro de 2006, nos ambulatórios e enfermarias dos hospitais universitários e do centro de atendimento da Prefeitura Municipal. Dentre as gestantes atendidas, 62,9% receberam o diagnóstico de alto-risco. Para avaliação da auto-estima foi utilizada a escala de Rosenberg. Na amostra total a média de pontos na escala foi de 9,2 e o desvio-padrão de 4,6. As variáveis associadas positiva e significativamente com auto-estima foram idade, nível de escolaridade e nível econômico. Já as variáveis percepção de risco à saúde do bebê e número de gestações mostraram-se associadas negativamente à auto-estima. Além disso, as gestantes com condição gestacional de alto-risco têm uma auto-estima mais elevada quando comparadas com as de baixo-risco.This study analyzes self-esteem and associated factors in pregnant women treated by the Unified National Health System (SUS in the city of Pelotas, Rio Grande do Sul State, Brazil. Using a cross-sectional design, 560 pregnant women were interviewed from May to November 2006. The interviews were held in specific locations like University outpatient clinics and hospital wards and a center run by the city government. A full 62.9% were diagnosed as high-risk pregnancies. Mean self-esteem according to the Rosenberg scale was 9.2 (SD = 4.6. Variables showing a positive, significant association with self-esteem were age, schooling, and income. Perception of risk to the unborn infant's health and parity were both negatively associated with maternal self-esteem. These high-risk pregnant women also showed higher self-esteem than low-risk pregnant women.

  15. Morbidade psiquiátrica e uso de álcool em gestantes usuárias do Sistema Único de Saúde Psychiatric morbidity and alcohol use by pregnant women in a public obstetric service

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simone N Pinheiro

    2005-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar a relação entre consumo de álcool e problemas emocionais em gestantes, verificando se as gestantes com consumo problemático de álcool (uso nocivo ou dependência tiveram mais problemas emocionais quando comparadas àquelas cujo consumo não era problemático. MÉTODOS: Estudo transversal, observacional, sobre uma amostra clínica de um serviço obstétrico público de Ribeirão Preto, SP. A amostra foi não probabilística, de conveniência, do tipo consecutiva, composta por 450 gestantes. Foram aplicados três questionários: para dados sociodemográficos, o Questionário de Morbidade Psiquiátrica (QMPA e um questionário padronizado como parte da anamnese para avaliação de problemas relacionados ao uso de álcool (uso nocivo ou síndrome de dependência de acordo com os critérios da CID-10. Foram utilizados testes univariados (ANOVA para o exame comparativo entre grupos utilizando medidas de distribuição central e intervalo de confiança de 95%. RESULTADOS: Foram encontradas 172 gestantes (38,2% problemáticas (escore >7 pelo QMPA. Detectaram-se conforme critérios da CID-10, 41 (9,1% gestantes com consumo problemático de álcool, sendo 27 (6,0% com diagnóstico de uso nocivo e 14 (3,1% com dependência ao álcool. A presença de diagnóstico de uso nocivo ou síndrome de dependência ao álcool relacionou-se à maior intensidade de sofrimento emocional das gestantes, ou seja, maior média de pontuação nas subescalas ansiedade, depressão e álcool do QMPA. CONCLUSÕES: Considerando a prevalência de problemas emocionais, o consumo de álcool durante a gestação e os riscos de problemas à saúde materno-infantil sugere-se que sejam realizadas avaliações mais criteriosas pelos profissionais de saúde.OBJECTIVE: To investigate the relationship between alcohol consumption and emotional distress in pregnant women, and to verify whether women with problematic alcohol consumption (abuse or dependence have more

  16. Impacto do monitoramento telefônico de gestantes na prevalência da prematuridade e análise dos fatores de risco associados em Piracicaba, São Paulo, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rogerio Antonio Tuon

    2016-01-01

    Full Text Available Resumo: Objetivou-se verificar o impacto do monitoramento telefônico na prevalência da prematuridade e identificar os fatores de risco associados ao parto prematuro através de estudo transversal, de universo de gestantes monitoradas nos anos de 2010, 2011 e 2012 (n = 2.739. Utilizou-se estimação de modelos de regressão logística múltipla hierarquizada, considerando permanência no modelo p ≤ 0,05. A prevalência de prematuridade foi de 8,34% nas gestantes monitoradas e de 10,18% nas não monitoradas (p = 0,0058, sendo inversamente proporcional ao número de monitoramentos (p < 0,0001. As variáveis associadas foram: idade materna menor que 19 anos, antecedentes de dois ou mais filhos mortos, gestação múltipla, diabetes e hipertensão arterial, menor número de monitoramentos telefônicos, atividades laborais em pé e/ou carga de peso, fumo, número de consultas pré-natal, sem ultrassonografia, diabetes gestacional, gravidez múltipla e anomalia fetal. Com custos baixos, a estratégia demonstrou ser efetiva na redução da ocorrência do parto prematuro.

  17. Teste rápido para detecção da infecção pelo HIV-1 em gestantes

    OpenAIRE

    Duarte,Geraldo; Gonçalves,Carla Vitola; Marcolin,Alessandra Cristina; Paschoini,Marina Carvalho; Quintana,Silvana Maria; Mussi-Pinhata,Marisa M.

    2001-01-01

    Objetivos: avaliar os resultados do teste de diagnóstico rápido da infecção pelo HIV-1 disponibilizado pelo Ministério da Saúde, para identificação de gestantes contaminadas por este vírus. Métodos: avaliação prospectiva de 443 gestantes sem teste sorológico para HIV no pré-natal, atendidas no Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto-Universidade de São Paulo (HCFMRP-USP), entre fevereiro e junho de 2000. As amostras destas pacientes foram submetida...

  18. Fotoproteção, melasma e qualidade de vida em gestantes Photoprotection, melasma and quality of life in pregnant women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kátia Sheylla Malta Purim

    2012-05-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar hábitos de exposição solar e fotoproteção entre gestantes de um hospital público, orientação sobre fotoproteção durante o pré-natal, presença de melasma e seu impacto na qualidade de vida. MÉTODOS: Estudo transversal descritivo realizado em puérperas, com mais de 18 anos, participantes de um programa de assistência pré-natal da Região Sul do Brasil. A amostra foi não probabilística por conveniência. A coleta de dados ocorreu de julho a agosto de 2011, empregando-se entrevista direta, utilizando questionário estruturado para obter informações pessoais e dos hábitos de fotoproteção durante a gestação, avaliação cutânea e registro fotográfico de lesões mediante consentimento informado. A pele foi classificada em fototipos segundo Fitzpatrick e o melasma foi diagnosticado clinicamente. Entre as portadoras do melasma, foi aplicada a versão do MELASQoL-PB. A análise foi realizada com o programa Statistica®, versão 8.0, sendo o nível de significância pPURPOSE: To evaluate habits of sun exposure and sun protection of pregnant women in a public hospital, to assess orientation about photo protection during the prenatal care, and to detect the presence of melasma and its impact on their quality of life. METHODS: A descriptive cross sectional study conducted among women of 18 years old and older, after delivery, who participated in a program of prenatal care in the South Region of Brazil. The sample was non-probabilistic by convenience. Data collection occurred from July to August 2011 through direct interview using a structured questionnaire to obtain personal information and photo protection habits during pregnancy, skin assessment and photographic record of lesions through informed consent. The skin was classified per Fitzpatrick's phototypes and the melasma was diagnosed clinically. In the patients with melasma, the MELASQoL-PB version was applied. The analysis was performed using Statistica

  19. Soroprevalência de vírus linfotrópico de células T humanas, vírus da imunodeficiência humana, sífilis e toxoplasmose em gestantes de Botucatu - São Paulo - Brasil: fatores de risco para vírus linfotrópico de células T humanas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Olbrich Neto Jaime

    2004-01-01

    Full Text Available Com o objetivo de estudar a soroprevalência de vírus linfotrópico de células T humanas I/II (HTLV-I/II, vírus da imunodeficiência humana, sífilis e toxoplasmose, em gestantes atendidas em unidade básicas de saúde do município de Botucatu - São Paulo - Brasil, bem como os fatores de risco para a infecção pelo HTLV -I/II, foram realizados inquérito sorológico e avaliação dos resultados de exames solicitados na rotina do prénatal. Em 913 gestantes, a soroprevalência de HTLV- I e de HTLV- II foi de 0,1%. Sífilis, toxoplasmose e infecção pelo HIV foram encontradas. Nenhum dos fatores de risco pesquisados mostrou-se seguro para identificar gestantes com infecção pelo HTLV- I/II. A comparação da proporção de gestantes infectadas e de doadores de sangue da região sudeste do Brasil com testes reagentes para HTLV- I/II não mostrou diferença estatística.

  20. Anestesia em gestante com hipertensão intracraniana por meningite tuberculosa: relato de caso Anestesia en gestante con hipertensión intracraneal por meningitis tísica: relato de caso Anesthesia in pregnant patient with intracranial hypertension due to tuberculous meningitis: case report

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa Breitenbach

    2005-02-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Está bem estabelecido que a técnica anestésica de escolha para cesariana eletiva é a anestesia regional. Porém, em gestantes com hipertensão intracraniana e infecção do sistema nervoso central esta técnica deve ser evitada. O objetivo deste artigo é relatar o manejo anestésico de uma gestante, com hipertensão intracraniana secundária à meningite tuberculosa, que foi submetida à cesariana eletiva. RELATO DO CASO: Paciente branca, 32 anos, 60 kg, 1,62 m de estatura, na 36ªsemana de idade gestacional, agendada para interrupção cirúrgica da gestação por apresentar-se tetraparética, com hidrocefalia decorrente de meningite tuberculosa. Escolheu-se a anestesia geral para a cesariana com indução em seqüência rápida e manobra de Sellick para a intubação traqueal. As drogas utilizadas foram tiopental (250 mg, rocurônio (50 mg, fentanil (100 µg e lidocaína (60 mg por via venosa. A indução anestésica foi suave e mantida com isoflurano até o início do fechamento da pele da paciente, com mínimas alterações de seus sinais vitais e do recém-nascido, que recebeu índice de Apgar 8 e 9, no 1º e 5º minutos, respectivamente. A paciente despertou precocemente, sem deficits neurológicos adicionais. CONCLUSÕES: A anestesia geral ainda é a técnica anestésica preferida para cesariana em gestantes com hipertensão intracraniana, utilizando-se drogas de meia-vida curta e que tenham mínima interferência na pressão intracraniana e no recém-nascido.JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: Está bien establecido que la técnica anestésica de elección para cesárea electiva es la anestesia regional. Sin embargo, en gestantes con hipertensión intracraneal e infección del sistema nervioso central esta técnica debe ser evitada. El objetivo de este artículo es relatar el manejo anestésico de una gestante, con hipertensión intracraneal secundaria a la meningitis tísica, que fue sometida a la ces

  1. Alta prevalência de inadequação da ingestão dietética de cálcio e vitamina D em duas coortes de gestantes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Caroline de Barros Gomes

    Full Text Available Este estudo objetivou identificar a prevalência de inadequação da ingestão, por trimestre, de cálcio e vitamina D, em duas coortes de gestantes e fatores correlacionados a esta ingestão. Foram coletados dois recordatórios alimentares de 24 horas em cada trimestre, um relativo a final de semana. Variáveis com correlação significativa com a ingestão desses nutrientes foram incluídas em modelo de regressão linear multivariada, com ajuste por energia. A frequência de inadequação foi estimada pelo método do National Cancer Institute (Estados Unidos. Na coorte A, a inadequação da ingestão de vitamina D não diferiu entre os trimestres; na B, houve redução: 99,7% no 1º para 97,1% no 3º trimestre. Nas coortes A e B, a inadequação da ingestão de cálcio esteve acima de 70%, caindo discretamente do 1º (89,2% e 81,4% para o 2º (79,7 e 69,1% e 3º trimestres (82,7% e 72,6%. Não houve correlação entre as variáveis maternas e a ingestão desses micronutrientes. Conclui-se que há um quadro grave de inadequação da ingestão de vitamina D e cálcio, homogeneamente distribuído entre as gestantes assistidas na rede básica de saúde.

  2. Mutações de resistência em gestantes infectadas pelo HIV: uma revisão da literatura = Resistance mutations in HIV-infected pregnant women: a literature review

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pimenta, Ana Teresa Mancini

    2015-01-01

    Full Text Available Objetivo: O objetivo desta revisão foi buscar na literatura dados sobre a prevalência de mutações de resistência do HIV aos antirretrovirais em gestantes infectadas pelo vírus. Materiais e Métodos: A busca e seleção de artigos foi realizada nas bases de dados PubMed, Scielo e Biblioteca Virtual em Saúde sem delimitação de data. Os termos utilizados na busca foram: pregnancy, HIV e drug resistance. Resultados: Foram encontrados 47 estudos relacionados ao assunto, realizados em 26 países, publicados no período de 1998 a 2014. A prevalência de resistência transmitida variou de zero a 18% enquanto a resistência adquirida variou de zero a 50% em amostras coletadas entre 1989 e 2013. Conclusão: Generalizar os resultados é inviável devido às diferentes características dos estudos. No entanto, o monitoramento contínuo da resistência do HIV aos antirretrovirais em cada localidade é essencial

  3. Aumento dos níveis do receptor solúvel da Interleucina-6 em pacientes com pré-eclâmpsia em relação a gestantes normotensas = Increased levels of the soluble receptor of interleukin-6 in patients with preeclampsia compared to normotensive pregnant women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hentschke, Marta Ribeiro

    2013-01-01

    Conclusões: Estes resultados mostram o aumento dos níveis plasmáticos do IL-6sR em pacientes com pré-eclâmpsia, em relação a gestantes normotensas. Mais estudos se mostram necessários para o esclarecimento da fisiopatologia desta entidade, como a análise de outras citocinas ligadas a esse receptor, visto que elas podem ser a chave para a resposta inflamatória sistêmica que ocorre nestas pacientes e, portanto, para o seu tratamento

  4. Obesity and periodontal disease in diabetic pregnant women Obesidade e doença periodontal em gestantes diabéticas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Chapper

    2005-06-01

    Full Text Available This cross-sectional study investigated the impact of pregestational overweight and obesity on periodontal status of patients with gestational diabetes mellitus (GDM. Sixty pregnant women with gestational diabetes mellitus (GDM were recruited for the study. According to the pregestational body mass index (BMI, patients were classified into 3 groups: normal, overweight or obese. The periodontal assessment parameters were the presence of gingival bleeding (GB and bleeding on probing (BOP per tooth. Clinical attachment loss (CAL was assessed per tooth and classified according to following values: 1 absence of attachment loss; 2 between 1 and 2 mm, 3 between 3 and 5 mm; and 4 CAL > 6 mm. The means of individual percentage of teeth with GB and BOP and the means of the individual classified values of CAL were compared through ANOVA. Differences between the groups were established through post hoc Bonferroni test for multiple comparisons (p O objetivo do presente estudo foi examinar o efeito da massa corporal prévia à gestação (IMC - índice de massa corpórea sobre o periodonto de pacientes com diabete mellitus gestacional (DMG. A amostra constituiu-se de 60 gestantes classificadas em 3 grupos segundo o IMC: normal, sobrepeso ou obeso. Os parâmetros de avaliação periodontal foram sangramento gengival (SG, sangramento à sondagem (SS e perda de inserção clínica periodontal (PI categorizada de acordo com os seguintes valores: 1 correspondente à ausência de perda de inserção; 2 PI entre 1 e 2 mm, 3 PI entre 3 e 5 mm; e 4 PI > 6 mm. Médias das porcentagens dos dentes com SG e SS e as médias dos valores categorizados, por dente, da perda de inserção foram comparadas por meio do teste ANOVA e as diferenças entre os grupos foram estabelecidas por meio do teste post hoc de Bonferroni para comparações múltiplas (p < 0,05. Diferenças estatisticamente significantes foram identificadas entre o grupo normal e obeso com relação às m

  5. Fisioterapia em jovem gestante com sequelas pós Síndrome de Guillain-Barré: relato de caso = Physical therapy in a pregnant young woman with sequels of Guillain-Barré syndrome: case report

    OpenAIRE

    Quadros, Letícia Ruebenich de; Grave, Magali Teresinha Quevedo

    2017-01-01

    Objetivos: Descrever a avaliação, as condutas fisioterapêuticas e a evolução de uma gestante jovem com Síndrome de Guillain-Barré. Descrição do caso: Uma jovem de 20 anos, com diagnóstico de Síndrome de Guillain Barré há seis anos, primigesta com 12 semanas de idade gestacional, buscou atendimento na clínica escola de fisioterapia da Univates, em Lajeado, Rio Grande do Sul, por queixa de dificuldades na marcha e dor lombopélvica. Na avaliação, verificou-se hipotrofia de membros inferiores, de...

  6. Internações por complicações obstétricas na gestação e desfechos maternos e perinatais, em uma coorte de gestantes no Sistema Único de Saúde no Município de São Paulo, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Barbara Laisa Alves Moura

    2018-02-01

    Full Text Available A morbidade materna, a mortalidade neonatal e a mortalidade fetal são importantes indicadores da saúde materna infantil. O estudo tem por objetivo descrever desfechos maternos e perinatais (baixo peso ao nascer, prematuridade, óbito fetal e neonatal, internações pós-parto e readmissão dos recém-nascidos de uma coorte de gestantes cujos partos foram financiados pelo Sistema Único de Saúde (SUS no Município de São Paulo, Brasil, no segundo semestre de 2012. Foi obtida uma coorte retrospectiva de 55.404 gestantes com vinculação (determinística e probabilística das informações do Sistema de Informações Hospitalares do SUS (SIH/SUS, Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (SINASC, Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM e Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES. Internações por complicações obstétricas da gestação ocorreram em 4,3% das gestantes. Diagnósticos mais frequentes foram: infecções, doenças hipertensivas e diabetes. As internações prévias ao parto foram mais frequentes nas gestantes a partir de 35 anos, de gestações múltiplas e com baixa escolaridade. As internações das gestantes no pós-parto foram 3 vezes maior e a mortalidade materna 9 vezes maior entre as gestantes com internação prévia por complicações obstétricas. Os desfechos perinatais (mortalidade fetal e neonatal, prematuridade e baixo peso ao nascer foram 2 vezes mais frequentes entre os conceptos de gestantes com internação prévia que aquelas sem internação. Comportamento semelhante foi encontrado com relação à internação dos recém-nascidos logo após o parto e na readmissão hospitalar. Desfechos maternos e perinatais negativos foram mais frequentes em gestantes com internação prévia ao parto.

  7. An estimation of the frequency of gestational toxoplasmosis in the Brazilian Federal District Contribuição para a estimativa da freqüência de toxoplasmose em gestantes do Distrito Federal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Otávio de Tolêdo Nóbrega

    2005-08-01

    Full Text Available Acute infections by the protozoan Toxoplasma gondii during pregnancy (gestational toxoplasmosis are known to cause serious health problems to the fetus (congenital toxoplasmosis. In Brasília, there have been few studies on the incidence of toxoplasmosis. This report summarizes a retrospective study performed on 2,636 selected pregnant women attended by the public health system of Guará, a satellite-city of Brasília. In this survey, 17 cases of gestational toxoplasmosis were detected; 15 of which were primary maternal infection and the remaining 2 were consistent with secondary maternal infection. These results suggest an annual seroconversion rate of 0.64 percent (90 percent confidence interval: 0.38, 0.90.Infecções agudas pelo protozoário Toxoplasma gondii durante a gravidez (toxoplasmose em gestantes são conhecidas por causar sérios problemas de saúde ao feto (toxoplasmose congênita. Em Brasília, estudos sobre a incidência da toxoplasmose são escassos. Este relato resume um estudo retrospectivo realizado com um grupo selecionado de 2.636 gestantes assistidas pelo sistema público de saúde do Guará, cidade-satélite de Brasília. Nesta investigação, foram detectados 17 casos de toxoplasmose gestacional; 15 dos quais casos de infecção materna primária, e os 2 restantes consistentes com infecção materna secundária. Estes resultados sugerem uma taxa de soroconversão anual da ordem de 0,64 porcento (intervalo de confiança de 90 porcento: 0,38; 0,90.

  8. Via de Parto e Resultados Perinatais em Gestantes Diabéticas Route of Delivery and Perinatal Outcomes of Diabetic Pregnant Women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Belmiro Gonçalves Pereira

    1999-10-01

    Full Text Available Objetivo: apresentar os resultados perinatais obtidos a partir da aplicação de um protocolo de assistência às gestantes diabéticas no Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher (CAISM da UNICAMP. Métodos: foram estudadas 90 gestantes diabéticas que iniciaram controle pré-natal na instituição e foram submetidas a este protocolo. Foram comparadas com dois grupos controles de 180 gestantes cada: um constituído por gestantes pareadas por idade e número de gestações (controle A e outro por gestantes aleatoriamente selecionadas (controle B. Nos três grupos foram avaliadas as seguintes variáveis: tipo de parto, indicações de cesárea, idade gestacional, índice de Apgar ao primeiro e quinto minuto de vida, peso e adequação de peso para idade gestacional, morbidade e mortalidade perinatal. Para a análise estatística utilizaram-se médias, desvio-padrão, os testes t de Student e do chi². Resultados: entre as gestantes diabéticas ocorreu maior incidência de cesáreas, recém-nascidos prematuros e grandes para a idade gestacional (GIG, assim como uma maior freqüência de patologias neonatais (hipoglicemia, hipocalcemia, hiperbilirrubinemia, desconforto respiratório e depressão neonatal. A incidência de Apgar Purpose: to present the perinatal outcomes resulting from the use of a protocol for assistance to diabetic pregnant women used at the Center for Integral Assistance to Women's Health (CAISM, of the University of Campinas. Methods: ninety diabetic pregnant women, who were assisted at the institution with this protocol, were compared with two control grups: the first consisted of 180 pregnant women with equal number of gestations and same age (control A and the second consisted of 180 randomly selected pregnant women (control B. The study variables were route of delivery, indication for cesarean section, gestational age, Apgar score at first and fifth minute, weight, adequacy of weight for gestational age and perinatal

  9. Prevalência do Streptococcus agalactiae em gestantes detectada pela técnica de reação em cadeia da polimerase (PCR)

    OpenAIRE

    Silveira, José Luiz Saldanha da

    2006-01-01

    Introdução: a doença invasiva pelo estreptococo do grupo B (EGB) emergiu como a principal causa de mortalidade e morbidade no período neonatal nos Estados Unidos da América do Norte em 1970, e durante os últimos 20 anos tem-se mantido como a principal causa de sepsis de início precoce, meningite e pneumonia entre recém-nascidos. Em 1992, a Academia Americana de Pediatria, o Colégio Americano de Obstetrícia e Ginecologia e o Centro de Controle e Prevenção de Doenças nos Estados Unidos da Améri...

  10. Implante de cardio-desfibrilador em gestantes com cardiomiopatia hipertrófica Implantable cardioverter-defibrillator in pregnant women with hypertrophic cardiomyopathy

    OpenAIRE

    Leonardo Jorge Cordeiro de Paula; Henrique Barbosa Ribeiro; Roberto Márcio de Oliveira Júnior; Kátia Regina da Silva

    2010-01-01

    Descrevemos os casos de duas gestantes portadoras de cardiomiopatia hipertrófica com alto risco de morte súbita arrítmica, que foram submetidas a implante de cardioversor-desfibrilador automático (CDI) no intercurso da gestação. O momento para a realização do procedimento e os cuidados necessários para o implante do CDI durante a gestação são discutidos e foram os principais objetivos deste relato.We describe the successful implantation of a cardioverter-defibrillator (ICD) in two pregnant wo...

  11. Avaliação do perfil de risco de cárie dentária em gestantes de Araraquara, Brasil

    OpenAIRE

    Tatiana Carolina De Aguiar; Aylton Valsecki Junior; Silvio Rocha Corrêa Da Silva; Fernanda Lopez Rosell; Elaine Pereira Da Silva Tagliaferro

    2011-01-01

    O conhecimento do risco de cárie na gravidez é essencial para um correto plano de tratamento com ações educativas e preventivas às mães para que possam cuidar adequadamente de sua saúde bucal e de seus filhos. Este estudo retrospectivo teve como objetivo identificar o risco de cárie de gestantes (15-44 anos; média= 25 anos) que frequentaram a clínica de odontologia preventiva da Faculdade de Odontologia de Araraquara, Universidade Estadual Paulista de 1999 a 2007. Um total de 166 prontuários,...

  12. Deformabilidade eritrocitária na anemia ferropriva Erythrocyte deformability in iron deficiency

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giuseppina M. Patavino

    2006-12-01

    Full Text Available A deformabilidade é a característica que permite ao eritrócito normal de 7 a 8 micrômetros (µm circular por capilares de até 3 µm de diâmetro. Esse fenômeno depende da geometria celular, da viscosidade interna e de propriedades visco-elásticas da membrana eritrocitária. Dentre as técnicas de estudo da deformabilidade eritrocitária (DE, como aspiração por micropipeta, filtração e reoscopia, destaca-se a ectacitometria. Esta técnica utiliza um viscosímetro de fluxo laminar no qual as modificações de forma dos eritrócitos são monitoradas continuamente por um feixe de raio laser, processadas por microcomputador, gerando o "Índice de Deformabilidade" (ID, que mede a eliptocitogênese dos eritrócitos quando submetidos a uma força denominada "shear stressl". Alterações de DE foram descritas em diversas situações, como em anemias hemolíticas hereditárias ou auto-imunes. Na anemia ferropriva, os trabalhos são controversos. O presente estudo avalia a DE em 21 pacientes portadores de anemia ferropriva, utilizando a ectacitometria. Os resultados obtidos a partir do ID demonstram DE diminuída nesses doentes, quando comparada ao grupo controle (pDeformability allows the 7 to 8 µm red cell to cirDeformability allows the 7- to 8-µm red blood cells to circulate through capillaries of 3 µm. This phenomenon depends on cellular geometry, internal viscosity and viscoelastic properties of the membrane. Among the various techniques of erythrocyte deformability analysis, such as micropipette aspiration, filtration and reoscopy, we chose ektacytometry. This technique uses a laminar flow viscometry, where red blood cell shape changes are continuously monitored by laser, processed by a computer, generating the "Deformability Index", which shows the elliptocytogenesis of the erythrocyte under "shear stressl" force. Erythrocyte deformability has been described in a number of situations like hereditary or autoimmune hemolytic anemia. In

  13. Prevalência da infecção por clamídia e gonococo em gestantes de seis cidades brasileiras Prevalence of Chlamydia and Neisseria gonorrhoeae infections in pregnant women in six Brazilian cities

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Emilia Moreira Jalil

    2008-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: este trabalho buscou estimar a prevalência das infecções pela Chlamydia trachomatis e pela Neisseria gonorrhoeae em gestantes de seis cidades brasileiras e identificar sua associação com variáveis socioeconômicas e demográficas. MÉTODOS: este estudo faz parte de uma pesquisa multicêntrica, de âmbito nacional, transversal, com amostra de gestantes atendidas entre 2004 e 2005 nos serviços de pré-natal da atenção básica de seis cidades brasileiras (Manaus, Fortaleza, Goiânia, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre. Amostras cérvico-vaginais foram coletadas de todas as gestantes e submetidas posteriormente à técnica de captura híbrida para identificação da clamídia e do gonococo. As informações sociodemográficas, médicas, sexuais e obstétricas foram coletadas por meio de questionários específicos. Para avaliar os fatores de risco associados à infecção por gonorréia e clamídia, foi utilizado o Odds Ratio (OR. A análise estatística foi feita com a utilização do teste t de Student, o χ2 e o teste exato de Fischer. RESULTADOS: foram recrutadas 3.303 gestantes, cuja idade média foi 23,8 anos (±6,9. As prevalências da infecção por clamídia e pelo gonococo foram, respectivamente, 9,4 e 1,5%. Dez por cento das gestantes com infecção por clamídia apresentaram presença simultânea do gonococo. O risco de apresentar uma dessas infecções foi duas vezes maior para as gestantes com menos de 20 anos. Os principais preditores da infecção foram: idade menor de 20 anos, raça/cor negra, ser solteira ou separada e relato de mais de um parceiro no último ano. CONCLUSÕES: este estudo observou prevalências elevadas da infecção pela Chlamydia trachomatis e pela Neisseria gonorrhoeae em gestantes brasileiras. O principal fator de risco para a infecção foi ter menos de 20 anos de idade.PURPOSE: This paper has aimed at estimating the prevalence of infections by Chlamydia trachomatis and by Neisseria

  14. Perfil das gestantes infectadas pelo HIV atendidas em pré-natal de alto risco de referência de Belo Horizonte Profile of HIV-infected pregnant women at a reference prenatal care service in Belo Horizonte

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberta Maia de Castro Romanelli

    2006-09-01

    Full Text Available OBJETIVOS: identificar gestantes infectadas pelo HIV em centro de referência e investigar características refe-rentes à infecção e paridade. MÉTODOS: estudo transversal, que abrangeu toda a população de gestantes infectadas pelo HIV assistidas no Pré-Natal de Alto Risco do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais, em 2004. Foram coletados dados demográficos, epidemiologia da infecção pelo HIV e história obstétrica. Para análise estatística foi utilizado o SPSS 12.0. RESULTADOS: foram identificadas 85 mulheres com média de idade de 29,1 anos e 90 gestações. Em 55 gestações (61,1%, as mulheres tinham conhecimento prévio da infecção. Sessenta e quatro (71,1% informavam união estável. Provavelmente, todas adquiriram o HIV em relações heterossexuais. Cinqüenta e quatro (60% tiveram o diagnóstico durante alguma gravidez. A média global de gestações foi 3,5, sendo 1,71 após o diagnóstico. Pacientes com diagnóstico prévio apresentaram maior média de gestações, em relação àquelas com diagnóstico na gestação estudada (p = 0,002. Oitenta e seis gestantes usaram anti-retroviral, sendo 56,7% por indicação terapêutica. Não foram verificados casos de transmissão vertical. CONCLUSÕES: novas gestações em mulheres infectadas pelo HIV não são raras, apesar dos recursos de contracepção oferecidos. Assim, outras investigações são necessárias para a identificar suas dificuldades não abordadas durante a assistência médica de rotina.OBJECTIVES: identify HIV infected pregnant women in a referral center and investigate characteristics related to infection and parity. METHODS: a cross-sectional study comprising all HIV infected women treated at the High Risk Prenatal Care in the Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais, in 2004. Demographic data, HIV epidemiology infection and obstetrical history were collected. For statistical analysis SPSS 12.0 was used. RESULTS

  15. Avaliação da Vitalidade Fetal em Gestantes Diabéticas: Análise dos Resultados Neonatais Fetal Surveillance in Pregnancies Complicated by Diabetes: Analysis of Neonatal Outcome

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roseli Mieko Yamamoto

    2000-10-01

    Full Text Available Objetivos: estudar os testes de avaliação da vitalidade fetal em gestantes diabéticas e relacionar com os resultados neonatais. Métodos: estudamos 387 gestantes diabéticas atendidas no Setor de Vitalidade Fetal. O último exame (cardiotocografia, perfil biofísico fetal, índice de líquido amniótico e dopplervelocimetria foi relacionado com os resultados neonatais. Resultados: a população foi de 46 gestantes diabéticas tipo I (12%, 45 tipo II (12% e 296 gestacionais (76%. Entre as do tipo I, a cardiotocografia suspeita ou alterada correlacionou-se com Apgar de 1º minuto alterado (50 e 75%; pPurpose: to study the fetal well-being assessment in pregnancies complicated by diabetes, and to analyze the neonatal results. Methods: we studied 387 pregnant women with diabetes at the Fetal Surveillance Unit. The last examination (cardiotocography, fetal biophysical profile, amniotic fluid index and dopplervelocimetry was correlated with the neonatal outcome. Results: the studied population included 46 (12% type I diabetes, 45 (12% type II and 296 (76% gestational diabetes. Type I diabetes with abnormal or suspected cardiotocography was related to abnormal 1st minute Apgar (50 and 75%, p<0.05 and to the need for neonatal intensive care unit (50 and 75%, p<0.05. The abnormal biophysical profile in type II diabetic pregnancy was related to the need for neonatal intensive care (67%, p<0.05, and abnormal umbilical artery Doppler study was related to abnormal 1st minute Apgar (67%, p<0.05. Gestational diabetes with abnormal cardiotocography presented 36% abnormal 1st minute Apgar (p<0.05, 18% abnormal 5th minute Apgar (p<0.01 and 18% neonatal death (p<0.01. Abnormal amniotic fluid index was related to abnormal 5th minute Apgar (p<0.05 and need for neonatal intensive care unit (p<0.05. Gestational diabetes with abnormal umbilical artery Doppler was related (p<0.05 to: abnormal 1st and 5th minute Apgar, respectively, 25 and 8%, Need for neonatal

  16. Accuracy of simple urine tests for diagnosis of urinary tract infections in low-risk pregnant women La exactitud del examen de orina simple para diagnosticar infecciones del tracto urinario en gestantes de bajo riesgo Acurácia do exame de urina simples para diagnóstico de infecções do trato urinário em gestantes de baixo risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Danielle Cristina Alves Feitosa

    2009-08-01

    ón de urocultura para el diagnóstico.Alterações anatômicas e fisiológicas da gravidez predispõem gestantes a infecções do trato urinário (ITU. O objetivo deste estudo foi identificar a acurácia do exame de urina simples para diagnóstico de ITU em gestantes de baixo risco. Fez-se uso do estudo de desempenho de teste diagnóstico realizado em Botucatu, SP, com 230 gestantes, entre 2006 e 2008. Os resultados mostram que a prevalência de ITU foi de 10%. A sensibilidade foi 95,6%, especificidade 63,3% e acurácia 66,5% do exame de urina simples, em relação ao diagnóstico de ITU. A análise dos valores preditivos positivo e negativo (VPP e VPN mostrou que, na vigência de exame de urina simples normal, a chance de haver ITU foi pequena (VPN 99,2%. Frente ao resultado alterado desse exame, a probabilidade de haver ITU foi baixa (VPP 22,4%. Conclui-se que a acurácia do exame de urina simples como meio diagnóstico de ITU foi baixa, sendo indispensável a realização de urocultura para o diagnóstico.

  17. Educação em saúde como estratégia de promoção de saúde bucal em gestantes

    OpenAIRE

    Reis,Deise Moreira; Pitta,Daniela Rocha; Ferreira,Helena Maria Barbosa; Jesus,Maria Cristina Pinto de; Moraes,Mari Eli Leonelli de; Soares,Milton Gonçalves

    2010-01-01

    O objetivo desta revisão da literatura é discutir a importância da educação em saúde como estratégia de promoção de saúde bucal no período gestacional. Foram estudadas as manifestações bucais mais comuns na gestação, concluindo-se que, embora a gestação por si só não seja responsável por tais manifestações como, por exemplo, a cárie dentária e a doença periodontal, faz-se necessário o acompanhamento odontológico no pré-natal, considerando-se que as alterações hormonais da gravidez poderão agr...

  18. Controle de polidrâmnio recorrente em gestante portadora do HIV-1: relato de caso Recurrent polyhydramnios management in an HIV-1 infected pregnant woman: a case report

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Geraldo Duarte

    2004-04-01

    Full Text Available A redução da transmissão vertical (TV do vírus da imunodeficiência humana tipo 1 (HIV-1 utilizando a profilaxia com a zidovudina (AZT representa significativo avanço na assistência pré-natal e obstétrica destas pacientes. Condutas obstétricas invasivas são contra-indicadas em gestantes portadoras do HIV-1, em face do risco de aumento da taxa de TV deste vírus. Os autores relatam um caso de polidrâmnio recorrente em gestante portadora do HIV-1, que exigiu drenagem por amniocentese. Foram realizadas quatro punções ao longo da gestação, na 23ª, 26ª, 27ª e 29ª semanas, todas guiadas por ultra-sonografia, drenando, respectivamente, 1.800, 1.450, 1.700 e 1.960 mL de líquido amniótico claro em cada punção. Com 30 semanas e 5 dias de gestação a paciente apresentou trabalho de parto pré-termo, evoluindo para parto vaginal de recém-nato (RN pesando 1.690 g e medindo 43 cm. O RN evoluiu com diagnóstico de nefropatia perdedora de sódio, tendo três aferições de reação em cadeia de polimerase para HIV-1 negativas. Os autores ilustram uma opção no manejo de situações que envolvam gestantes portadoras do HIV-1 que necessitem de procedimentos obstétricos invasivos, utilizando AZT endovenoso (2 mg/kg previamente ao procedimento, medida que apresentou excelente resultado no caso descrito, evitando a infecção perinatal pelo HIV-1.The reduction of mother-to-child transmission (MTCT of the HIV-1 using zidovudine (ZDV represents a cornerstone in the prenatal and obstetrical care to these patients. The invasive fetal and obstetric procedures are proscribed in HIV-1 infected pregnant patients, to avoid the increased risk of MTCT of this virus. The authors present a case of an HIV-1 infected woman with recurrent polyhydramnios. Four ultrasound-guided amniotic punctures were performed in the 23rd, 26th, 27th and 29th weeks of gestation, each one draining the respective volumes of 1,800, 1,450, 1,700 and 1,960 ml of clear amniotic

  19. Risco nutricional entre gestantes adolescentes Riesgo nutricional entre gestantes adolescentes Nutritional risks among pregnant teenagers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Glayriann Oliveira Belarmino

    2009-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Identificar o acometimento de risco nutricional em gestantes adolescentes; averiguar hábitos alimentares; e verificar percepções destes quanto à importância de nutrição adequada na gravidez. MÉTODOS: Estudo de campo realizado no Centro de Desenvolvimento Familiar, em Fortaleza-CE, com 40 gestantes adolescentes. A avaliação nutricional foi efetuada com o auxílio do "Gráfico de acompanhamento nutricional da gestante" e os hábitos alimentares foram conferidos pela "Técnica de alimentação diária habitual". RESULTADOS: Vinte (50% adolescentes apresentaram peso adequado, 11(27,5% baixo peso e 9 (22,5% sobrepeso. Prevaleceram massas, carnes, gorduras, doces e baixo consumo de frutas e verduras; 33 (82,5% tinham a percepção de que a alimentação deve ser "diferente" na gravidez e 28 (70% afirmaram ter feito mudanças nos hábitos alimentares no pré-natal. CONCLUSÃO: O acometimento de risco nutricional entre adolescentes gestantes se revelou em situações de sobrepeso, baixo peso, dietas pouco diversificadas e desinformação.OBJETIVOS: Identificar el riesgo nutricional en gestantes adolescentes; averiguar hábitos alimenticios; y verificar percepciones de éstos en cuanto a la importancia de una nutrición adecuada en el embarazo. MÉTODO: Se trata de un estudio de campo realizado en el Centro de Desarrollo Familiar, en Fortaleza-CE, con 40 gestantes adolescentes. La evaluación nutricional se llevó a cabo con el auxilio del "Gráfico de acompañamiento nutricional de la gestante" y los hábitos alimenticios fueron conferidos por la "Técnica de alimentación diaria habitual". RESULTADOS: Veinte (50% adolescentes presentaron peso adecuado, 11(27,5% bajo peso y 9 (22,5% sobre peso. Prevalecieron pastas, carnes, grasas, dulces y bajo consumo de frutas y verduras; 33 (82,5% tenían la percepción de que la alimentación debe ser "diferente" durante el embarazo y 28 (70% afirmaron haber realizado cambios en los h

  20. Força dos músculos do assoalho pélvico e função sexual em gestantes Strength of pelvic floor muscles and sexual function during pregnancy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joseli Franceschet

    2009-10-01

    Full Text Available CONTEXTUALIZAÇÃO: O bem-estar sexual depende de músculos do assoalho pélvico (MAP fortes o suficiente para manter a sua função. Durante a gestação, tanto a função sexual como a força dos MAP podem modificar-se. OBJETIVOS: Comparar o grau de força dos MAP e a função sexual em gestantes do segundo e terceiro trimestres. MÉTODOS: Pesquisa descritiva causal comparativa realizada com 37 gestantes de Florianópolis (18 do segundo e 19 do terceiro trimestre, com média de idade de 25,22 anos (±5,7 anos. Os instrumentos utilizados foram o Questionário Female Sexual Function Index (FSFI e o Teste Manual da Musculatura do Assoalho Pélvico, utilizando a escala de Oxford modificada para graduação da força. Os dados foram analisados por meio de estatística descritiva e inferencial (teste t independente, teste U de Mann Whitney, correlação de Spearman, nível de significância de 0,05. RESULTADOS: Não houve diferença significativa entre a média dos valores dos postos do grau de contração dos MAP de gestantes do segundo e do terceiro trimestre (U=150,5; p=0,512. Todavia, a função sexual das gestantes do segundo trimestre de gestação foi melhor que as do terceiro (U=104; p=0,042, e o grau de contração dos MAP apresentou correlações estatisticamente significativas com a idade (ρ=0,320, p=0,041 e com o escore do FSFI (ρ=0,540, pBACKGROUND: Sexual well-being depends on pelvic floor muscles (PFMs that are strong enough to maintain their function. During pregnancy, both the sexual function and the strength of the PFMs may be altered. OBJECTIVES: to compare the degree of PFM strength and the sexual function of pregnant women in the second and the third trimesters. METHODS: a descriptive, causal-comparative study was carried out with 37 pregnant women in Florianópolis (18 in the second trimester and 19 in the third trimester with a mean age of 25.22 years (±5.7 years. The instruments used were the Female Sexual Function Index

  1. Teste rápido para detecção da infecção pelo HIV-1 em gestantes Rapid test to detect HIV-1 infection among pregnant women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Geraldo Duarte

    2001-03-01

    Full Text Available Objetivos: avaliar os resultados do teste de diagnóstico rápido da infecção pelo HIV-1 disponibilizado pelo Ministério da Saúde, para identificação de gestantes contaminadas por este vírus. Métodos: avaliação prospectiva de 443 gestantes sem teste sorológico para HIV no pré-natal, atendidas no Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto-Universidade de São Paulo (HCFMRP-USP, entre fevereiro e junho de 2000. As amostras destas pacientes foram submetidas ao teste rápido imunocromatográfico, sendo comparadas com ELISA e confirmadas pela aglutinação. Resultados: dentre as 443 gestantes submetidas ao teste rápido (20,1% dos partos no período, 16 apresentaram resultados positivos (3,6%. Nenhuma amostra negativa pelo teste rápido foi positiva pelo ELISA. Entretanto, das 16 amostras positivas pelo teste rápido, duas foram negativas pelos testes confirmatórios. Logo, a sensibilidade do teste rápido foi de 100,0%, especificidade 99,5%, valor preditivo positivo 87,5% e valor preditivo negativo 100,0%. Conclusões: os resultados obtidos na avaliação do teste para o diagnóstico rápido da infecção pelo HIV-1 em gestantes revelaram sensibilidade, especificidade e valores preditivos que o credenciam como recurso extremamente importante na indicação de medidas que reduzem a transmissão perinatal desse vírus.Purpose: to evaluate the results of a rapid diagnostic test for HIV-1 infection made available by the Health Ministry for the identification of pregnant women contaminated by this virus. Methods: we evaluated prospectively 443 pregnant women with no prenatal serologic anti-HIV test seen at the Department of Gynecology and Obstetrics of the Faculty of Medicine of Ribeirão Preto, University of São Paulo, from February to June, 2000. Samples from these patients were submitted to the rapid immunochromatographic test, which was compared with ELISA and submitted to a confirmatory

  2. Rapid HIV diagnostic test in undocumented pregnant women applied at an inner-city teaching hospital Diagnóstico da infecção pelo HIV através de um teste rápido em gestantes sem resultados comprobatórios atendidas em um hospital escola do interior

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Euribel Prestes-Carneiro

    2009-10-01

    Full Text Available A significant number of Brazilian gestational-age women are still not tested for HIV, representing a high risk of transmission to their newborns. The current study sought to identify the number of pregnant women with no previous testing or undocumented for HIV referred to the Gynecology and Obstetrics Department of a Regional Teaching Hospital and included diagnosis of HIV infection determined by a rapid test and perinatal transmission in pregnancy. Medical records of all pregnant women admitted to hospital from January 2001 to December 2005 were reviewed. Pregnant women without HIV results were submitted to a rapid HIV test. Those who tested positive were further tested by ELISA and confirmed by indirect immunofluorescence assay (IIA or Western blot (WB. The viral load from babies born to HIV-infected mothers was assessed by bDNA. Of the 16,424 pregnant women analyzed (6.6%, 1,089 were undocumented for HIV. Eleven women were positive in rapid testing and 10 were confirmed by ELISA, IIA or WB, with 0.9% seropositivity. Mother/infant pairs received zidovudine monotherapy prophylaxis and infant viral load was lower than 50 copies/mL. A higher number of pregnant women previously tested for HIV during antenatal care was verified, compared to that obtained nationwide.No Brasil um número significativo de mulheres em idade gestacional ainda não foi testado para HIV, representando risco acentuado de transmissão vertical. Nosso objetivo foi determinar o número de gestantes que não foram previamente testadas ou não portavam documentos comprobatórios para HIV, ou seja, o diagnóstico da infecção para HIV através de um teste rápido e a transmissão vertical em gestantes admitidas no Departamento de Ginecologia e Obstetrícia de um Hospital Universitário Regional. Foram revisados os prontuários das gestantes admitidas entre janeiro de 2001 e dezembro de 2005. Gestantes sem resultados para HIV foram submetidas a um teste rápido. Testes positivos

  3. Imagem corporal de gestantes: um estudo longitudinal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Fernandes Filgueiras Meireles

    Full Text Available RESUMO Objetivos Comparar atitudes corporais, atitudes alimentares, sintomas depressivos, autoestima, ansiedade e índice de massa corporal (IMC de gestantes em diferentes momentos ao longo da gestação, bem como verificar a influência que as variáveis estudadas exercem sobre as atitudes corporais no primeiro, segundo e terceiro trimestre gestacional. Métodos Foram incluídas 17 gestantes que frequentavam o exame pré-natal na cidade de Juiz de Fora-MG, entre 22 e 41 anos de idade (média de 30,76 ± 5,65 anos, excluindo-se aquelas com dados incompletos. Como instrumentos de avaliação utilizaram-se: Body Attitudes Questionnaire, Eating Attitudes Test-26, Beck Depression Inventory, Rosenberg Self-esteem Scale, a versão curta do Brazilian State-Trait Anxiety Inventory e o questionário sociodemográfico. Ademais, foram coletados dados antropométricos e obstétricos. Foram realizadas análises estatísticas descritivas, comparativas e correlacionais. Resultados O IMC, as atitudes corporais negativas e a subescala “sentimento de gordura” aumentaram progressivamente ao longo da gestação (p 0,05. Além disso, o IMC explicou 31% da variância das atitudes direcionadas ao corpo no primeiro trimestre, enquanto as atitudes alimentares foram responsáveis por 30% e 46% das atitudes corporais no segundo e terceiro trimestre, respectivamente. Conclusões As atitudes corporais, as atitudes alimentares, os sintomas depressivos, a autoestima e a ansiedade mantiveram-se constantes ao longo da gestação. O IMC e as atitudes alimentares influenciaram a imagem corporal em gestantes. Sugere-se a criação de instrumentos específicos a fim de um melhor entendimento das preocupações relacionadas ao corpo de gestantes.

  4. Infecções por helmintos e protozoários intestinais em gestantes de primeira consulta atendidas em centros de saúde da rede estadual no subdistrito do Butantã, município de São Paulo Parasitic infection in first consultation pregnant women from São Paulo City Suburb-Subdistrict

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elvira Maria Guerra

    1991-08-01

    Full Text Available No período compreendido entre abril e outubro de 1988, foram estudadas 481 gestantes de primeira consulta, as quais estavam inscritas no Programa de Atendimento à Gestante em oito Centros de Saúde da Secretaria do Estado da Saúde de São Paulo. Do total estudado, 86 gestantes não trouxeram amostras de fezes para análise, mesmo após várias solicitações. A idade média da população estudada foi de 24,5 anos (idade mínima de 14 e máxima de 46 anos; a renda média das famílias das gestantes foi de 0,97 SMPC (salário mínimo per capita e o número médio de pessoas que compunham suas famílias foi de quatro (um a quinze pessoas. A prevalência de verminose foi de 45,1% (n=395. Os parasitas mais freqüentes foram: Ascaris lumbricoides (19,0%; ancilostomídeos (16,7% e Trichuris trichiura (15,9%. Das 248 gestantes infectadas de enteroparasitas, 70 (28,2% eram portadoras somente dos seguintes protozoários: Endolimax nana, Entamoeba coli e Iodamoeba butschllii. A prevalência de parasitas intestinais foi significativamente maior (p481 pregnant women attented at first consultation from a São Paulo city suburb-subdistrict of Butantan- São Paulo State, Brazil, from April to October of 1988, were investigated regarding the prevalence of verminosis. The mean age was 24,5 years (range 14-46, the average family income was 0.97 PCMW (per capita minimum wage and the average number of members of the family was 4 (1 to 15. The verminosis prevalence was 45,1% among the women. The most frequent parasites were: Ascaris lumbricoides (19,0%, ancilostomideos (16,7% and Trichuris trichiura (15,9%, The verminosis prevalence was significantly higher among the pregnant women (p < 0.05 who belonged to the families with income below 0.5 PCMW and greater than 4 members.

  5. AVALIAÇÃO DO GRAU DE CONHECIMENTO DAS GESTANTES QUANTO AOS CUIDADOS ODONTOLÓGICOS

    OpenAIRE

    Eliane C Gava Pizi; Raquel Borges; Aline Fonini

    2009-01-01

    O objetivo foi avaliar o grau de conhecimento de gestantes quanto aos cuidados odontológicos que devem ser tomados durante a gravidez; e os cuidados de saúde bucal e higiene para com os recém nascidos. Foram entrevistadas 50 gestantes freqüentadoras de um consultório médico/ginecológico na cidade de Presidente Prudente para coletar dados de acordo com um questionário semi-aberto dividido em duas partes, na primeira, dados sobre os cuidados para com a gestante, e na segunda , informações à res...

  6. Biofeedback and the electromyographic activity of pelvic floor muscles in pregnant women Biofeedback na atividade eletromiográfica dos músculos do assoalho pélvico em gestantes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberta L. A. Batista

    2011-10-01

    álise exploratória dos resultados de três sessões de biofeedback na atividade eletromiográfica em mulheres gestantes. MÉTODOS: Este estudo incluiu 19 gestantes nulíparas com gravidez de baixo risco. Foram realizadas três sessões de biofeedback eletromiográfico compostas por contrações lentas e rápidas, utilizando-se como método de avaliação dos resultados as médias das amplitudes normalizadas da eletromiografia (EMG de superfície. Para a análise estatística, utilizou-se o modelo de regressão linear com efeitos mistos, sendo que os dados da EMG foram normalizados pela contração voluntária máxima (CVM. RESULTADOS: Após as sessões de biofeedback, constatou-se um aumento crescente na amplitude eletromiográfica a cada contração realizada e a cada sessão, entretanto essa diferença só foi estatisticamente significante para a comparação entre a primeira contração tônica de cada sessão (p=0.03. CONCLUSÕES: Os resultados obtidos indicam que três sessões de treinamento com biofeedback melhoraram a atividade eletromiográfica dos MAPs em gestantes de baixo risco no segundo trimestre. A efetividade do protocolo necessita ser futuramente investigada em estudo randomizado controlado.

  7. Trends in a Cohort of HIV-infected pregnant women in Rio de Janeiro, 1996-2004 Tendências temporais observadas em uma coorte de gestantes infectadas pelo HIV acompanhadas no Rio de Janeiro de 1996 a 2004

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guilherme Amaral Calvet

    2007-09-01

    ão mãe-filho do HIV. MÉTODOS: Estudo de coorte retrospectivo em uma instituição de saúde terciária no Rio de Janeiro de janeiro de 1996 a dezembro de 2004. A análise utilizou a estratificação em três períodos de tempo: 1996-1998 (P1, 1999-2001 (P2 e 2002-2004 (P3. RESULTADOS: Em 9 anos, 622 gestações foram acompanhadas. As complicações foram: mortalidade materna 0,3%, natimortos 2,5%, abortos 0,6%, mortalidade neonatal 1,1%, prematuridade 9,9%, baixo peso ao nascer (BPN 16,5%, malformações congênitas 2,2%. O número de gestantes HIV positivo triplicou ao longo do tempo, refletindo o aumento da prevalência da doença e a melhor identificação das pacientes. O diagnóstico da infecção pelo HIV antes da gestação aumentou de 30% em P1 para 45% em P3. A proporção de gestantes recebendo o tratamento combinado potente aumentou de zero em P1 para 88% em P3 com uma tendência significativa a ter uma carga viral abaixo do limite de detecção no parto nos últimos anos apesar de uma maior proporção de pacientes com doença mais avançada. O índice de cesarianas eletivas aumentou de 35% em P1 para 48% em P3. A taxa de transmissão perinatal global foi de 2,4% caindo de 3,5% em P1 para 1,6% em P3. Os desfechos neonatais tenderam a permanecer constantes ou a melhorar ao longo do tempo. Um discreto aumento dos índices de BPN e de malformações congênitas foi observado. CONCLUSÕES: Ao longo do período de estudo aumentou a proporção de gestantes HIV positivo com doença mais avançada e com padrão socioeconômico mais baixo. Por outro lado, a melhora da abordagem terapêutica dos pacientes infectados pelo HIV, associada a uma maior detecção de casos e maior acesso ao tratamento, resultou em uma redução da taxa de transmissão igualando-se à observada em países desenvolvidos com melhora concomitante de outros desfechos.

  8. Eqüidade e atenção à saúde da gestante em Campinas (SP, Brasil Equity and access to health care for pregnant women in Campinas (SP, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Solange Duarte de Mattos Almeida

    2005-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Comparar a atenção à saúde recebida durante a gestação, o parto e o puerpério por mulheres de dois estratos de renda familiar per capita (menos de 1 salário-mínimo e 1 ou mais salários-mínimos. MÉTODO: Estudo observacional transversal realizado em amostra aleatória de 248 mulheres residentes no Município de Campinas, Estado de São Paulo, que tiveram filhos entre abril de 2001 e março de 2002. Informações sobre aspectos sócio-demográficos, morbidade materna e atenção à saúde no pré-natal, parto e puerpério foram obtidas por meio de entrevistas domiciliares. O cuidado no pré-natal foi analisado com base no índice de Kessner, no índice de adequação da utilização do cuidado pré-natal (Adequacy of Prenatal Care Utilization e no índice proposto pelos autores a partir das recomendações do Ministério da Saúde. Na época do estudo, o salário-mínimo correspondia a 180 reais, ou 71,40 dólares. RESULTADOS: As gestantes do grupo de renda inferior tinham menor escolaridade e eram, em maior proporção, adolescentes, pretas ou pardas e solteiras. O pré-natal foi realizado pelo SUS em 73,7% das gestantes de menor renda, contra 33,3% do grupo de maior renda. As gestantes de menor renda iniciaram o pré-natal mais tardiamente e fizeram um número menor de consultas. Entretanto, alguns indicadores de qualidade da atenção, como exames de rotina, teste anti-HIV, percentual de parto cesáreo e permanência do recém-nascido com a mãe em alojamento conjunto, foram melhores nas gestantes de menor renda. Os grupos foram semelhantes em relação a orientações recebidas, exames clínicos, laqueadura no pós-parto e prevalência de baixo peso e de prematuridade. A inadequação do cuidado pré-natal, embora significativamente maior para as mulheres de menor renda, ocorreu num percentual relativamente baixo. CONCLUSÕES: As diferenças sócio-demográficas observadas entre os dois grupos não se reproduziram na mesma

  9. Use and cost of medication in low risk pregnant women Uso y costo de medicamentos para mujeres embarazadas de bajo riesgo Utilização e custo de medicamentos em gestantes de baixo-risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sayuri Tanaka Maeda

    2008-04-01

    ía C. Los costos más elevados estuvieron relacionados a los antimicrobianos para el tratamiento de infecciones.O estudo teve como objetivos: verificar a utilização de medicamentos por gestantes; classificá-los quanto ao grupo terapêutico e sua categoria de risco; identificar os custos desses fármacos. A amostra constituiu-se de 47 gestantes, na faixa etária de 20 a 29 anos, no período de julho de 2001 a junho de 2003, no município de São Paulo. Utilizou-se instrumento específico para coleta de dados em prontuários de famílias e outros do Sistema de Informação da Atenção Básica. A média de medicamentos consumidos foi de 3,63 por gestante. O sulfato ferroso foi o mais utilizado seguido de antibióticos (78,7%. Quanto à categoria de risco, 34,1% dos medicamentos pertenciam à categoria B e 16,5% à categoria C. Na apuração de custos totais de atendimento, o gasto com medicamentos representou 11,13%. Vislumbrou-se a necessidade de aprofundamento da análise dos critérios para uso, especialmente dos medicamentos da categoria C. Os custos mais elevados estiveram relacionados aos antimicrobianos para o tratamento de infecções.

  10. Contagem de corpos lamelares versus teste de Clements na avaliação da maturidade pulmonar fetal em gestantes diabéticas Lamellar body count versus the shake test in the assessment of fetal lung maturity in diabetics

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guilherme Loureiro Fernandes

    2006-08-01

    Full Text Available OBJETIVOS: analisar a contagem dos corpos lamelares em comparação com o teste de Clements na avaliação da maturidade pulmonar fetal em gestantes diabéticas. MÉTODOS: estudo prospectivo envolvendo 62 gestantes submetidas a amniocentese entre a 26ª e a 39ª semana. O líquido amniótico foi imediatamente submetido ao teste de Clements e à contagem de corpos lamelares. Os partos ocorreram até três dias após a amniocentese. A ocorrência de síndrome de angústia respiratória, indicativa de imaturidade pulmonar, foi confrontada com os resultados de imaturidade da amniocentese (ausência de anel completo no 3º tubo e menos de 50.000 corpos lamelares. O teste do chi2 foi utilizado para comparar o desempenho dos dois métodos e pPURPOSE: to assess the performance of lamellar body count compared to the shake (Clements test in the prediction of fetal lung maturity in diabetics. METHODS: prospective study of 62 patients who underwent amniocentesis between the 26th and 39th week of pregnancy. Immediately after collection, the amniotic fluid sample was submitted to the shake test and lamellar body count. Deliveries occurred within three days of amniocentesis. Immature test results (absence of a complete bubble ring in the third tube for the shake test and less than 50,000 lamellar bodies were confronted with the occurrence of pulmonary immaturity in the neonate (respiratory distress syndrome. The performance of both tests was compared using the chi2 test and p<0.05 was considered to be significant. RESULTS: seven infants had respiratory distress syndrome (11.3%. The lamellar body count and shake test were similar regarding sensitivity (100 vs 71.4%, respectively and negative predictive value (100 vs 93.5%. Lamellar body count was superior as regards specificity (87.3 vs 52.7%, p=0.0001, positive predictive value (50 vs 16.1%, p=0.017, and accuracy (88.7 vs 54.8%, p<0.001. CONCLUSIONS: lamellar body count is a simple and accurate method of

  11. Percepção de gestantes do Programa Saúde da Família em relação a barreiras no atendimento odontológico em Pernambuco, Brasil Pregnant women's perceptions of the Family Health Program concerning barriers to dental care in Pernambuco, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Olga Maria Ramalho de Albuquerque

    2004-06-01

    Full Text Available Este artigo enfoca, numa abordagem qualitativa, o problema das barreiras ao atendimento odontológico de gestantes inscritas no Programa Saúde da Família no Cabo de Santo Agostinho, Pernambuco, Brasil. Para tal, trabalhou-se com três grupos focais compostos por quatro a nove gestantes. Os dados foram analisados usando a técnica de análise de conteúdo. As principais barreiras concernentes ao indivíduo observadas foram: crenças populares que desaconselham a busca do atendimento odontológico na gravidez, baixa percepção de necessidade e medo de sentir dor. Além disso, as gestantes relataram a dificuldade de sair de casa de madrugada para marcar a consulta, salientando a questão social da violência urbana, um aspecto das barreiras ao serviço odontológico que não foi mencionado anteriormente na literatura. O artigo conclui apontando a importância da educação em saúde para as usuárias gestantes, da humanização do atendimento e da educação continuada dirigida aos profissionais em exercício.This study focused on barriers to dental care for pregnant women registered with the Health Family Program in Cabo de Santo Agostinho, Pernambuco, Brazil. A qualitative approach using three focal groups was adopted. Each focal group included four to nine pregnant women. The information was analyzed by means of content analysis. The main individual barriers were folk beliefs that discouraged dental care during pregnancy, lack of perceived need, and fear of pain. In addition, the women reported difficulties in leaving home in the early hours of the morning to meet a dental appointment, highlighting an aspect of barriers to dental care which has not been identified in other studies. The article concludes by emphasizing the importance of health education for pregnant women, humanization of dental care, and continuing education for health professionals.

  12. Prevalência de infecção por HIV, HTLV, VHB e de sífilis e clamídia em gestantes numa unidade de saúde terciária na Amazônia ocidental brasileira

    OpenAIRE

    Machado Filho,Amantino Camilo; Sardinha,José Felipe Jardim; Ponte,Rossicléia Lins; Costa,Elenice Pontes da; da Silva,Sabrina Silva; Martinez-Espinosa,Flor Ernestina

    2010-01-01

    OBJETIVO: estimar a prevalência de infecção por vírus da imunodeficiência humana (HIV), vírus linfotrópicos de células T humanas (HTLV), vírus da hepatite B (VHB), Chlamydia trachomatis (C. trachomatis) e de sífilis em gestantes, bem como fatores de risco associados a essas infecções, na Fundação de Medicina Tropical do Amazonas (FMTAM). MÉTODOS: foi realizado um estudo transversal incluindo 674 gestantes atendidas consecutivamente da demanda espontânea da FMTAM no período de Março a Setembro...

  13. Avaliação do perfil de risco de cárie dentária em gestantes de Araraquara, Brasil Evaluación de factores de riesgo de padecer caries dental en gestantes de Araraquara, Brasil Evaluation of risk factors suffering dental caries in pregnants from Araraquara, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tatiana Carolina De Aguiar

    2011-12-01

    Full Text Available O conhecimento do risco de cárie na gravidez é essencial para um correto plano de tratamento com ações educativas e preventivas às mães para que possam cuidar adequadamente de sua saúde bucal e de seus filhos. Este estudo retrospectivo teve como objetivo identificar o risco de cárie de gestantes (15-44 anos; média= 25 anos que frequentaram a clínica de odontologia preventiva da Faculdade de Odontologia de Araraquara, Universidade Estadual Paulista de 1999 a 2007. Um total de 166 prontuários, preenchidos por alunos do 3º ano do Curso de Graduação, seguindo orientações pré-estabelecidas, foram utilizados. Coletou-se informação sobre: classificação do diagnóstico de risco de cárie, trimestre gestacional, consumo de carboidratos (entre ou durante as refeições, placa corada (registro de controle de placa de O'Leary, número e grupo de dentes com experiência de cárie. Para análise estatística foram utilizados o teste de qui-quadrado e ANOVA. A maioria das gestantes (92,1 % apresentou 25 % ou mais das superfícies dentárias com placa dental. A média (desvio-padrão de dentes obturados e cariados foi 7,9 (5,1 e 4,0 (3,4, respectiva emente. Os dentes posteriores foram os mais acometidos por cárie/restaurações. Quanto ao diagnóstico de risco à cárie, a classificação alta foi observada em 38,5 % das gestantes, moderada em 47,6 % e baixa em 13,9 %. Houve associação estatisticamente significativa (p= 0,001 entre o consumo de carboidratos e o diagnóstico de risco de cárie. O índice de placa foi semelhante nos diferentes trimestres gestacionais (f= 0,223; p= 0,803. Portanto pode-se concluir que o risco de cárie da grande maioria das gestantes foi alto ou moderado e esteve estatisticamente associado ao consumo de carboidratos.El conocimiento del riesgo de padecer de caries dental durante el periodo de embarazo es esencial para un correcto plan de tratamiento con las acciones educativas y preventivas necesarias para

  14. Escuta psicanalítica de gestantes no contexto ambulatorial: uma experiência em grupos de fala = Psychoanalytic care of pregnant women in the context of an ambulatory: the experience of words group

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vilas Boas, Laís Macêdo

    2013-01-01

    Full Text Available A gestação é um momento de mudanças significativas na vida da mulher, permeado por afetos, fantasias e expectativas em relação ao parto e ao bebê. A existência de um espaço de fala, no qual a futura mãe possa de algum modo elaborar tais conteúdos psíquicos, pode auxiliar tanto no processo de construção do lugar materno, como na preparação para o parto e para a interação com o bebê. O presente trabalho é uma proposta de reflexão a partir da experiência que se desenvolve no chamado Grupo de Palavras – espaço de fala e partilha de experiências de gestantes sobre questões relativas à gravidez, criado na sala de espera de um ambulatório – com objetivo de discutir nuances do processo psíquico envolvido na construção do ser mãe e a possibilidade de elaboração de tal processo por meio da fala, bem como os desafios do trabalho de escuta psicanalítica no contexto ambulatorial

  15. Fisioterapia em jovem gestante com sequelas pós Síndrome de Guillain-Barré: relato de caso = Physical therapy in a pregnant young woman with sequels of Guillain-Barré syndrome: case report

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Quadros, Letícia Ruebenich de

    2017-01-01

    Full Text Available Objetivos: Descrever a avaliação, as condutas fisioterapêuticas e a evolução de uma gestante jovem com Síndrome de Guillain-Barré. Descrição do caso: Uma jovem de 20 anos, com diagnóstico de Síndrome de Guillain Barré há seis anos, primigesta com 12 semanas de idade gestacional, buscou atendimento na clínica escola de fisioterapia da Univates, em Lajeado, Rio Grande do Sul, por queixa de dificuldades na marcha e dor lombopélvica. Na avaliação, verificou-se hipotrofia de membros inferiores, denervação peroneal e tibial, fraqueza de musculatura abdominal e paravertebral, hipercifose torácica, hiperlordose lombar, anteversão pélvica e perda de equilíbrio estático e dinâmico. Mediante confirmação da gestação, o tratamento priorizou exercícios para ajuste postural. O aumento da força abdominal e da propriocepção consciente possibilitaram a deambulação com o auxílio de uma muleta. Verificava-se diminuição de cerca de 20 graus de hiperlordose lombar, comparandose o início e o final de uma mesma sessão de fisioterapia, avaliada por biofotogrametria computadorizada. Ao final de 16 semanas de fisioterapia houve aumento de força muscular de extensores de joelho e flexores de quadril bilateralmente, passando de uma média de 3,5 e 3 para 5 e 4 graus, respectivamente. O parto foi natural e sem complicações, com 37,5 semanas de gestação, e o neonato saudável. Conclusões: O tratamento fisioterapêutico de uma gestante jovem com sequelas de Síndrome de Guillain-Barré foi efetivo para modulação do tônus muscular, reeducação respiratória, melhora de controle de tronco, aumento do equilíbrio estático, redução das alterações posturais e diminuição da dor lombopélvica, contribuindo para o parto natural

  16. Pesquisa do estreptococo do Grupo B em gestantes da Zona Leste de São Paulo Investigación del estreptococo del grupo B en gestantes de zona este de São Paulo A study of group B streptococcus in pregnant women of eastern São Paulo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Mello Função

    2013-02-01

    Full Text Available O presente trabalho trata-se de estudo transversal e retrospectivo, realizado com trinta mulheres usuárias de uma Unidade Básica de Saúde (UBS da Zona Leste de São Paulo, por meio de entrevista e consulta de prontuários, com o objetivo de verificar como ocorre a pesquisa do estreptococo do grupo B em gestantes. As participantes da amostra realizaram pré-natais na UBS etiveram seus bebês no período de janeiro de 2009 a dezembro de 2010. Realizaram a cultura do EGB 23 mulheres (76,7% do total, 82,6% com resultados negativos e 17,4%, positivos; 43,5% delas realizaram o exame entre 35 e 37 semanas de gestação; 23,5% não realizaram o exame, a maior parte por ausência de solicitação. Foi possível verificar que ocorreram falhas no rastreamento do EGB durante o período selecionado.Estudio transversal y retrospectivo, realizado con 30 mujeres pacientes de una Unidad Básica de Salud (UBS de la Zona Este de São Paulo mediante entrevista y consulta de historias clínicas, con el objetivo de verificar como se efectúa la investigación de estreptococos del grupo B en gestantes. La muestra realizó prenatal en la UBS y tuvo sus bebés en el período de enero de 2009 a diciembre de 2010. Veintitrés mujeres (76,7% del total realizaron la cultura de EGB, 82,6% con resultados negativos y 17,4% positivos; 43,5% de las pacientes realizaron el examen entre las semanas 35 y 37 de gestación; 23,5% no realizaron el examen, la mayor parte por no haber efectuado la solicitud. Fue posible verificar que ocurrieron fallas en el rastreo del EGB durante el período seleccionado.A retrospective, cross-sectional study of 30 women seen at a Basic Health Care Unit (BHCU in the Eastern Section of São Paulo, using interviews and medical record reviews, to determine how group B streptococcus (GBS was detected in pregnant women. The patients in the studied sample received prenatal care at the UBS and delivered their babies between January 2009 and December 2010

  17. Diagnósticos de Enfermagem identificados em gestantes durante o pré-natal Diagnósticos de Enfermería identificados en embarazos durante el prenatal Nursing Diagnoses identified in pregnant patients under prenatal care

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sandra Valéria Martins Pereira

    2005-12-01

    Full Text Available Esta pesquisa descritiva objetivou analisar o perfil de Diagnósticos de Enfermagem identificados em gestantes de baixo-risco. Participaram onze gestantes atendidas no pré-natal de uma maternidade segura no estado de Goiás. Os dados foram classificados segundo a taxonomia II da North American Nursing Diagnosis Association (NANDA e analisados à luz de referenciais da obstetrícia. Foram identificados 25 diferentes Diagnósticos de Enfermagem. Todas as gestantes apresentaram: Conhecimento deficiente (diferentes graus e assuntos, Padrão de sono perturbado, Intolerância à atividade percebida, Déficit do autocuidado (banho e higiene, Incontinência urinária por pressão e alguns diagnósticos de risco. Identificar Diagnóstico de Enfermagem da NANDA permite a determinação do grau de risco gestacional, detecção precoce de complicações e individualização da assistência de enfermagem.Este estudio descriptivo pretende analizar el perfil de Diagnósticos de Enfermería identificados en embarazos de bajo riesgo. Participaron once embarazadas atendidas en el prenatal de una maternidad confiable en el estado de Goiás. Los datos fueron clasificados según la taxonomía II de la North American Nursing Diagnosis Association (NANDA/Asociación Norteamericana de Diagnósticos de Enfermería y analizados bajo los referenciales de la obstetricia. Fueron identificados 25 diferentes Diagnósticos de Enfermería. Todas las embarazadas presentaron: Conocimiento insuficiente (diferentes grados y asuntos, Patrón de sueño alterado, Intolerancia a la actividad percibida, falta de auto-higiene (baño e higiene personal, Incontinencia urinaria por presión y algunos diagnósticos de riesgo. Identificar Diagnóstico de Enfermería de NANDA permite la determinación del grado de riego, detección precoz de complicaciones e individualización de la asistencia de enfermería.This descriptive research aimed to analyze the Nursing Diagnoses identified in low

  18. Exame simples de urina no diagnóstico de infecção urinária em gestantes de alto risco Urine test to diagnose urinary tract infection in highh-risk pregant women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gláucia Virgínia de Queiroz Lins Guerra

    2012-11-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar a acurácia do exame simples de urina para diagnóstico de infecção urinária em gestantes de alto risco. MÉTODOS: Realizou-se um estudo transversal, prospectivo, em 164 gestantes admitidas na enfermaria de alto risco do Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira (IMIP, no período de janeiro a junho de 2011. Foram excluídas as pacientes em uso de antibiótico nos últimos dez dias. Todas as pacientes foram submetidas aos exames de urina simples e urocultura no início de sua admissão. A concordância entre os resultados dos exames foi avaliada pelo índice Kappa (K, sendo, ainda, determinados a acurácia, sensibilidade, especificidade e valor preditivo positivo (VPP e negativo (VPN. RESULTADOS: Utilizando como critério de diagnóstico apenas a presença de piócitos no exame simples de urina para sugerir bacteriúria, observou-se uma fraca concordância quando comparado à urocultura (K=0,16. A acurácia foi de 61%, com sensibilidade de 62,5% e especificidade de 60,6%. O VPP foi de 27,78% e o VPN, de 87%. CONCLUSÃO: Na presença de alteração do exame simples de urina não necessariamente está em curso uma infecção urinária, sendo necessária a realização da urocultura. Porém, quando o exame simples de urina for normal, a urocultura pode ser dispensada.PURPOSE: To identify the accuracy of urinalysis in the diagnosis of urinary tract infection in pregnant women at high risk. METHODS: a prospective, cross-sectional study was conducted on 164 pregnant women admitted to the high-risk the ward of the Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira (IMIP during the period from January to June 2011. Patients who had been taking antibiotics in the last ten days were excluded. All patients were subjected to simple urine tests and urine culture at the beginning of their admission. The agreement between the results of the examinations was evaluated by Kappa indices (K, and accuracy, sensitivity

  19. Streptococcus agalactiae em gestantes: prevalência de colonização e avaliação da suscetibilidade aos antimicrobianos Streptococcus agalactiae in pregnant women: prevalence of colonization and antimicrobial susceptibility evaluation

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Irina Lermontov Borger

    2005-10-01

    Full Text Available OBJETIVOS: verificar a ocorrência de colonização por Streptococcus agalactiae em gestantes e avaliar a suscetibilidade das amostras isoladas aos antimicrobianos. MÉTODOS: foram avaliadas 167 grávidas entre a 32ª e a 41ª semana de gestação, independente da presença ou não de fatores de risco, atendidas no ambulatório de pré-natal entre fevereiro de 2003 e fevereiro de 2004. O material vaginal/anal, colhido com um único swab, foi inoculado em caldo Todd-Hewitt acrescido de ácido nalidíxico (15 µg/mL e gentamicina (8 µg/mL, com posterior subcultura no meio de ágar sangue. A identificação foi feita por meio da avaliação da morfologia e tipo de hemólise das colônias no meio de ágar sangue, teste da catalase, teste de cAMP e testes sorológicos. A avaliação da suscetibilidade aos antimicrobianos foi realizada pelos testes de difusão e de diluição em ágar. A análise estatística foi realizada por meio do teste de chi2; valores de p0,05. Todas as 32 amostras isoladas foram sensíveis a penicilina, cefotaxima, ofloxacina, cloranfenicol, vancomicina e meropenem. A resistência a eritromicina e clindamicina foi detectada em 9,4 e 6,2% das amostras, respectivamente. CONCLUSÕES: a incidência relativamente elevada (19,2% de colonização por S. agalactiae entre as gestantes avaliadas e o isolamento de amostras resistentes, especialmente aos antimicrobianos recomendados nos casos de alergia à penicilina, enfatizam a importância de detectar esta colonização no final da gravidez, associada à avaliação da suscetibilidade aos antimicrobianos, para uma prevenção eficaz da infecção neonatal.PURPOSE: to verify the occurrence of colonization by Streptococcus agalactiae in pregnant women attended at the prenatal outpatient clinic of the Teaching Maternity Hospital of Rio de Janeiro University (UFRJ and to evaluate the susceptibility of the isolates to antimicrobial agents. METHODS: a total of 167 pregnant women between the

  20. Tratamento da anemia ferropriva com ferro por via parenteral Iron deficiency anemia treatment with parenteral iron

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rodolfo D. Cançado

    2010-06-01

    Full Text Available Embora o ferro por via oral seja considerado a primeira opção de tratamento da deficiência de ferro, em algumas situações específicas, a administração de ferro por via parenteral é uma opção terapêutica que deve ser considerada. Diferentemente do ferro dextran de alto peso molecular utilizado na década de 80 e lembrado como um composto associado ao alto risco de reação anafilática e morte, o desenvolvimento e comercialização de novos compostos com ferro para uso parenteral, sobretudo por via endovenosa - como o ferro sacarato, ferro gluconato e, mais recentemente, a carboximaltose férrica - , tem se tornado cada vez mais uma alternativa terapêutica segura e efetiva, e tem possibilitado ampliar o leque de indicações desta modalidade de tratamento além da nefrologia, como obstetrícia e ginecologia, cirurgia, pediatria, gastroenterologia, hematologia e hemoterapia. Os autores revisam as principais indicações do tratamento com ferro por via parenteral, analisam as principais drogas disponíveis para a correção da anemia ferropriva por via endovenosa e propõem uma estratégia de investigação diagnóstica, tratamento e seguimento laboratorial dos pacientes com indicação desta opção terapêutica.Although oral iron is generally considered the first choice in the treatment of iron deficiency, in some specific situations, parenteral iron administration is a therapeutic option that should be considered. Different to the high-molecular-weight iron dextran utilized in the eighties and remembered as a compound associated with a high risk of anaphylaxis and death, the development and marketing of newer preparations for parenteral, in particular endovenous, administration, such as iron sucrose, ferric gluconate and more recently ferric carboxymaltose, are becoming a more effective and safe therapeutic alternative, that have extended the range of indications beyond nephrology to obstetrics and gynecology, surgery, pediatrics

  1. Baixa escolaridade como fator limitante para o combate à anemia entre gestantes Low educational level as a limiting factor in the fight against anemia in pregnant women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Regina Vitolo

    2006-06-01

    Full Text Available OBJETIVOS: avaliar o impacto sobre os níveis de hemoglobina entre gestantes submetidas à suplementação com sulfato ferroso e orientações alimentares. MÉTODOS: foram avaliadas 197 gestantes acompanhadas no pré-natal de uma unidade de saúde. O grupo intervenção foi composto por 105 gestantes com idade gestacional inicial entre a 14ª e a 20ª semana de gravidez, as quais receberam prescrição de 60 mg de ferro elementar por dia, por meio de sulfato ferroso, orientações alimentares e dosagem de hemoglobina realizada com fotômetro portátil. A partir de 34 semanas gestacionais esse grupo foi reavaliado quanto à hemoglobina e realizado consumo alimentar de freqüência semiquantitativo. O grupo controle foi avaliado transversalmente e era formado por 92 gestantes com idade gestacional superior a 34 semanas. Considerou-se anemia quando a hemoglobina foi inferior a 11 g/dL As gestantes de ambos os grupos foram pesadas e medidas, sendo o diagnóstico nutricional determinado pelo IMC pré-gestacional. Foi realizada análise multivariada por meio de regressão logística utilizando modelo hierárquico. RESULTADOS: a prevalência de anemia ao final do terceiro trimestre, no grupo intervenção, foi de 31,6%, e no grupo controle, 26,1% (p=0,43. O uso do suplemento de ferro foi referido por 65% das gestantes do grupo intervenção, sendo que 67,7% interromperam o uso em algum momento. Os motivos principais foram: esquecimento (43,2% e enjôo e/ou vômito (27,2%. Gestantes com escolaridade inferior a 8 anos de estudo apresentaram 3 vezes mais risco na ocorrência de anemia no terceiro trimestre. CONCLUSÕES: o uso de sulfato ferroso não mostrou-se associado à menor prevalência de anemia. Os resultados sugerem que são necessárias mudanças estruturais nas condições socioeconômicas para se modificar o quadro atual quanto à anemia ferropriva.PURPOSE: to evaluate the impact of supplementary ferrous sulfate and dietary counseling on

  2. Prevalência de deficiência de ferro em gestantes de primeira consulta em centros de saúde de área metropolitana, Brasil: etiologia da anemia The prevalence of iron deficiency in pregnant women at their first consultation in health centers in a metropolitan area, Brazil: etiology of anemia in anemic pregnant women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elvira Maria Guerra

    1992-04-01

    Full Text Available No período compreendido entre abril e outubro de 1988, foram estudadas 363 gestantes de primeira consulta , que estavam inscritas no Programa de Atendimento à Gestante em oito Centros de Saúde da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo (Brasil. Na ocasião da coleta de material estas gestantes não faziam uso de medicamentos que continham ferro, ácido fólico, vitamina B12 ou associações destes. A idade média das gestantes foi de 25 anos; 65,9% delas pertenciam a famílias com renda de até um SMPC (salário mínimo per capita e apenas 3,1% pertenciam a famílias com renda superior a 3 SMPC. Tomando-se a saturação da transferrina inferior a 15% como índice mínimo para definir a deficiência de ferro, a prevalência de deficiência de ferro no primeiro trimestre (4,6% foi significativamente menor do que a observada no segundo (17,3%, e esta foi menor do que no terceiro trimestre (42,8%. A prevalência de deficiência de ferro total agrupada nos três trimestres foi de 12,4%. Não houve diferença significativa entre as prevalências de deficiência de ferro segundo o número de partos. Esta prevalência foi maior no grupo das gestantes que pertenciam a famílias com renda de até 0,5 SMPC. Nas gestantes anêmicas, 46,7% eram deficientes de ferro, 44,4% de ácido fólico, 20,0% de ferro e ácido fólico e nenhuma delas eram deficientes de vitamina B12.Three hundred and sixty-three pregnant women enrolled in the Pregnancy Medical Care Program of S. Paulo Health Department in the district of Butantan, S. Paulo city, Brazil, were studied at their first routine consultation between April and October, 1988. Their average age was 25 and 65,9% of them belonged to families with a monthly income below US$ 50.00 per capita. Only 3.1% presented an income above US$ 150.00 per capita. Taking the minimum transferrin saturation threshold of 15% as determining iron deficiency, a 4.6% prevalence of iron deficiency was observed in the first

  3. Prevalência e fatores associados a sintomas de ansiedade em uma coorte de gestantes atendidas em um centro de saúde do município do Rio de Janeiro Prevalence of anxiety symptoms and associated factors in a cohort of pregnant women attending a health care center in the municipality of Rio de Janeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniele Marano Rocha Araújo

    2008-09-01

    Full Text Available OBJETIVOS: determinar a prevalência e a associação entre variáveis sócio-demográficas, obstétricas, nutricionais e sintomas de ansiedade em gestantes. MÉTODOS: trata-se de estudo prospectivo com cinco ondas de seguimento. A presente análise é transversal e foi realizada com 151 gestantes. A variável dependente foi a presença ou ausência de ansiedade na gestação, medida entre a 19ª e 21ª semana de gestação. Utilizou-se o Inventário de Ansiedade Traço-Estado (IDATE para avaliar a ansiedade traço (a-traço. As variáveis independentes foram extraídas de um questionário com dados sócio-demográficos, obstétricos e nutricionais. A análise estatística foi realizada por meio da técnica de regressão multivariada de Poisson com variância robusta. RESULTADOS as gestantes tinham em média 25 anos e nove anos de escolaridade. A prevalência de ansiedade foi de 64,9% (IC95%: 56,7-72,5. No modelo multivariado observou-se que mulheres mais jovens (entre 18 e 24,9 anos, RP=1,35; IC95%: 1,06-1,71 e de menor escolaridade (um a oito anos, RP=1,39; IC95%: 1,11-1,73 apresentaram maior chance de desenvolver ansiedade. CONCLUSÕES: a prevalência de ansiedade foi elevada nesta amostra de gestantes acompanhadas em uma unidade básica de saúde. O conhecimento dos fatores associados à ansiedade é de fundamental importância para que a equipe multidisciplinar possa intervir de forma precoce e adequada no tratamento das gestantes.OBJECTIVES: to determine the prevalence and the association between socio-demographic, obstetric and nutritional variables and anxiety symptoms in pregnant women. METHODS: the study involved cohorts with five follow-up stages. A cross-sectional analysis was carried out of 151 pregnant women. The presence or absence of anxiety was treated as the dependent variable, which was measured between 19 and 21 weeks of gestation. The State-Trait Anxiety Inventory (STAIT scale was used to evaluate the anxiety trait. The

  4. Principais mudanças corporais percebidas por gestantes adolescentes assistidas em serviços públicos de saúde de Goiânia Main body changes perceived by pregnant adolescent girls attended in public health services at Goiânia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ida Helena Carvalho Francescantonio Menezes

    2004-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: O objetivo do estudo foi identificar as mudanças corporais percebidas por gestantes adolescentes e a opinião delas sobre tais mudanças. MÉTODOS: Os dados foram coletados por meio de entrevista, fundamentada em questionário, com 132 gestantes adolescentes, menores de 18 anos que faziam o pré-natal em três serviços públicos de saúde de Goiânia entre 1996 e 1997. Também foi aplicada uma escala de avaliação do apoio familiar e outra de atitude quanto ao ganho de peso. RESULTADOS: As gestantes adolescentes tinham em média 16 anos, 64% eram casadas ou viviam em união consensual e 78% não estudavam. Os dados da escala de apoio familiar indicaram apoio positivo em relação à gestante. As principais mudanças corporais identificadas foram o seio, o peso e a barriga. A mais apreciada foi o crescimento da barriga, possivelmente em função do papel da maternidade na sociedade; a menos apreciada foi o aumento do seio. Constatou-se uma divergência estatisticamente significante (pOBJETIVE: The purpose of the study was to discuss bodily changes perceived by pregnant adolescent girls and their opinion in regard to such changes. METHODS: Data was collected through interviews based on questionnaires and applied to 132 pregnant teenagers in three different public institutions in Goiânia from 1996 to 1997. A family support scale was also applied and another attitude in relation to weight gain. RESULTS: Pregnant teenagers were, in average, 16 years old, 64% of them were married and 78% were not studying. Data from the family support scale has indicated positive support to the pregnant women. The chief bodily changes observed were in the breasts, weight, and in the abdomen or belly. The most desirable change involved the growth of the belly, perhaps on account of the role maternity plays in society; and the least desirable ones were the augmented breasts. A statistically significant deviation (p<0.05 was found regarding the gap between

  5. Conhecimentos e práticas de saúde bucal de gestantes usuárias dos serviços de saúde em São Luís, Maranhão, 2007-2008

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Ferreira Lopes

    Full Text Available Resumo OBJETIVO: descrever as características dos cuidados de saúde bucal durante o acompanhamento pré-natal e o conhecimento sobre saúde bucal entre gestantes usuárias de serviços de saúde público e privado em São Luís, Maranhão, Brasil. MÉTODOS: estudo descritivo com 300 gestantes entrevistadas em serviço público e 300 em serviço privado, no período de agosto de 2007 a julho de 2008. RESULTADOS: a frequência de escovação dentária foi similar entre as usuárias dos serviços público e privado (p=0,156, enquanto o uso de fio dental (64,0% e 47,0%; p<0,001 e de colutórios (39,7% e 27,0%; p=0,001 foi mais frequente no serviço privado, em relação ao público; a maioria das usuárias, tanto do serviço público (60,3% como do privado (65,7%, desconheciam a associação entre saúde bucal e gravidez. CONCLUSÃO: a frequência de escovação dentária foi similar entre gestantes dos serviços público e privado; os efeitos da gestação sobre a saúde bucal eram pouco conhecidos.

  6. Consumo, digestibilidade e parâmetros ruminais em vacas gestantes alimentadas com silagem de rama de mandioca Intake, digestibility and ruminal parameters in non lactating pregnant dairy cows fed cassava foliage silage

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elisa Cristina Modesto

    2008-05-01

    Full Text Available O experimento foi conduzido para estudar os efeitos da substituição da silagem de milho pela silagem da rama de mandioca para vacas gestantes não-lactantes. Os níveis de substituição da silagem de milho pela silagem da rama de mandioca foram 0, 20, 40 e 60%. Foram avaliados o consumo e as digestibilidades de matéria seca (MS, matéria orgânica (MO, proteína bruta (PB, fibra em detergente neutro (FDN, carboidratos totais (CT e carboidratos não-fibrosos (CNF, o pH e o nitrogênio amoniacal ruminal antes e 2, 4, 6 e 8 horas depois da alimentação da manhã. Foram utilizadas quatro vacas da raça Holandesa não-lactantes e no terço final de gestação, canuladas no rúmen, distribuídas em um quadrado latino 4 × 4. Não foi observado efeito do nível de substituição da silagem de milho pela silagem da rama de mandioca sobre o consumo, a digestibilidade dos nutrientes e os parâmetros ruminais, exceto a digestibilidade aparente de proteína bruta e as concentrações de nitrogênio amoniacal. Verificou-se efeito linear negativo para digestibilidade aparente da proteína à medida que a silagem de milho foi substituída pela de rama de mandioca. Também para o nitrogênio amoniacal foi observado efeito linear negativo 8 horas pós-prandial. A substituição da silagem de milho pela silagem da rama de mandioca, em todos níveis estudados, pode ser feita na alimentação de vacas gestantes não-lactantes, pois não modifica o consumo, os parâmetros ruminais e a digestibilidade da matéria seca e dos nutrientes, exceto proteína bruta e nitrogênio amoniacal no tempo de 8 horas pós-prandial.The objective of this trial was to study the effects of substituting corn silage by cassava foliage silage in the diets of non lactating, pregnant dairy cows. The levels of substitution of corn silage by cassava foliage silage were 0, 20, 40 and 60%. Intake and apparent digestibilities of dry matter, organic matter, crude protein, neutral detergent

  7. Colonização bacteriana do canal cervical em gestantes com trabalho de parto prematuro ou ruptura prematura de membranas Cervical bacterial colonization in women with preterm labor or premature rupture of membranes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giuliane Jesus Lajos

    2008-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: estudar a colonização bacteriana do canal cervical em gestantes com trabalho de parto prematuro ou com ruptura prematura de membranas. MÉTODOS: foram avaliadas 212 gestantes com trabalho de parto prematuro ou ruptura prematura de membranas. Na admissão hospitalar foram coletadas duas amostras do conteúdo endocervical e realizadas bacterioscopia e cultura em meios ágar sangue e ágar chocolate. Foram analisadas associações da colonização endocervical com infecção do trato urinário materno, corioamnionite, utilização de antibióticos, sofrimento fetal, prematuridade e infecção e óbito neonatais. RESULTADOS: a prevalência de colonização endocervical foi 14,2% (IC95%=9,5-18,9%, com resultados similares entre os casos com trabalho de parto prematuro ou ruptura prematura de membranas. O microorganismo mais prevalente na população estudada foi o estreptococo do grupo B (9,4%, sendo também isolados Candida sp, Streptococcus sp, Streptococcus pneumoniae, Escherichia coli e Enterococcus sp. Das bacterioscopias analisadas, os achados mais freqüentes foram baixa prevalência de bacilos de Döderlein e elevado número de leucócitos. Em mulheres colonizadas, houve maior prevalência de infecção do trato urinário (23,8 versus 5,4%; pPURPOSE: to study cervical colonization in women with preterm labor or premature rupture of membranes. METHODS: two hundred and twelve pregnant women with preterm labor or premature rupture of membranes were studied. Two cervical samples from each woman were collected and bacterioscopy and culture were performed. Association of cervical microorganisms and urinary tract infection, chorioamnionitis, fetal stress, antibiotic use, prematurity, neonatal infection, and neonatal death were evaluated. RESULTS: the prevalence of endocervical colonization was 14.2% (CI95%=9.5-18.9%, with similar results in preterm labor or premature rupture of membranes. Group B streptococcus was the most prevalent

  8. Prevalência de anemia em gestantes de primeira consulta em centros de saúde de área metropolitana, Brasil The prevalence of anemia in first consultation pregnant women of health centers in a metropolitan area, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elvira Maria Guerra

    1990-10-01

    Full Text Available No período de abril a outubro de 1988, foram estudadas 363 gestantes de primeira consulta, as quais estavam inscritas no Programa de Atendimento à Gestante da Secretaria do Estado da Saúde de São Paulo, subdistrito do Butantã, Município de São Paulo, Brasil. Na ocasião da coleta do material biológico estas gestantes não faziam uso de medicamentos contendo ferro, ácido fólico, vitamina B12 ou associações destes. A idade média das gestantes foi de 25 anos, 65,9% delas pertenciam a famílias com renda até 1 SMPC (salário mínimo per capita e apenas 3,1% pertenciam a famílias com renda superior a 3 SMPC. A prevalência de anemia foi de 12,4%. A média da concentração de hemoglobina (g/dl no primeiro trimestre foi significativamente maior que as médias no segundo e terceiro trimestres gestacional. A prevalência de anemia no primeiro trimestre: (3,6% foi significativamente menor do que aquelas encontradas no segundo (20,9% e terceiro trimestre (32,1%. As gestantes que tiveram mais que três partos tiveram prevalência de anemia significativamente maior do que aquelas com até três partos. A prevalência de anemia foi maior no grupo das gestantes que pertenciam a famílias com renda até 0,5 SMPC.Three hundred and sixty-three pregnant women enrolled in the Pregnancy Medical Care Program of S. Paulo Health Department from the district of Butantan, S. Paulo city, Brazil, were studied at the first routine consultation. At the time they were examined they were not given any medicine containing iron, folie acid or vitamin B12. Their average age was 25 and 65.9% belonged to families with a monthly per capita income below US$ 50.00. Only 3.1% had a per capita income above U$$ 150.00. The prevalence of anemia was 12.4%. The hemoglobin concentration (grams/dl in the first trimester was significantly higher than in the second and third trimester of pregnancy. The prevalence of anemia in the first trimesters (3.6% was significantly smaller

  9. Desempenho, características de carcaça e composição química de diferentes cortes comerciais de novilhas mestiças não-gestantes ou gestantes terminadas em confinamento - DOI: 10.4025/actascianimsci.v29i4.1010 Performance, carcass characteristics and chemical composition of nonpregnant or pregnant heifers finished in feedlot - DOI: 10.4025/actascianimsci.v29i4.1010

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Makoto Matsushita

    2008-03-01

    Full Text Available Objetivou-se avaliar o efeito da gestação sobre o desempenho, características de carcaça e composição físico-química de cinco cortes de novilhas mestiças em confinamento. Utilizaram-se cinco novilhas gestantes e cinco não-gestantes com 20 meses e peso corporal de 323 kg. Não houve diferença (p > 0,05 para peso final, ganho médio diário, consumo, conversão alimentar, peso de carcaça, rendimento de carcaça, área de olho de lombo e espessura de gordura de cobertura entre os tratamentos. O acém das novilhas gestantes teve maiores teores (p This work was carried out to study the effect of pregnancy on performance, carcass characteristics and chemical composition of crossbred heifers in comparison with nonpregnant heifers finished in feedlot. Five pregnant heifers and five nonpregnant heifers, 20 months old and with initial live weight of 327 kg were used. The initial live weight, final weight, average daily gain, intake, feed conversion, carcass weight, hot carcass dressing, Longissimus area and fat thickness (4.21 mm did not differ (p > 0.05 between treatments. Pregnant heifers chuck showed higher levels (p < 0.05 of moisture and ash, and lower levels (p < 0.05 of total fat, than nonpregnant heifers. Pregnant heifers rump showed higher levels (p < 0.05 of moisture. Nonpregnant heifers striploin had the highest level (p < 0.05 of moisture. The fatty acid profile of pregnant heifers chuck had the highest levels (p < 0.05 of 14:0, 16:1n7 and 20:4n6, but showed the lowest level (p < 0.05 of 17:0. Nonpregnant heifers topside showed the highest levels (p < 0.05 of 18:1t11 and 18:2c9t1. Pregnant heifers chuck showed the highest level (p < 0.05 of PUFA. Nonpregnant heifers had higher levels of n-6 fatty acids than pregnant heifers. The striploin of pregnant heifers showed higher percentage (p < 0.05 of n-3.

  10. Prevenção e tratamento da anemia nutricional ferropriva: novos enfoques e perspectivas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Malaquias Batista Filho

    Full Text Available Os autores descrevem sumariamente o quadro epidemiológico das anemias, as propostas programáticas estabelecidas pelas Nações Unidas para a reversão do problema em escala internacional e as dificuldades atuais para a aplicação de estratégias de reconhecida efetividade na área da saúde para a prevenção e cura das anemias nos segmentos populacionais mais expostos, as crianças e as gestantes. Analisam o estágio atual das pesquisas dirigidas para quatro objetivos simultâneos: aumento da eficácia e efetividade, redução de custos e de efeitos colaterais dos esquemas medicamentosos de prevenção e tratamento. Consideram que as pesquisas em curso podem melhorar radicalmente as perspectivas de uma intervenção bem sucedida no enfrentamento do problema através do setor saúde.

  11. Complicações perinatais em gestantes infectadas pelo vírus da imunodeficiência humana Perinatal complications in infected pregnancy women by the human immunodeficiency virus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Abeyá

    2004-12-01

    Full Text Available OBJETIVOS: analisar as complicações perinatais em gestantes infectadas pelo HIV. MÉTODOS: estudo do tipo coorte, realizado em centro perinatal terciário, no período de 1 de janeiro de 1996 a 31 de março de 2003. Foram selecionadas para o estudo 7698 gestações, cujos critérios de inclusão foram: gestação única e idade gestacional superior a 22 semanas. A infecção pelo HIV foi confirmada pelos testes ELISA e Western Blot. Estudou-se a associação entre a presença da infecção pelo HIV e as seguintes variáveis: ruptura prematura de membranas, parto prematuro, muito baixo peso ao nascimento, infecção puerperal, Apgar baixo no primeiro e quinto minutos, crescimento intra-uterino restrito (CIUR e pequeno para a idade gestacional (PIG. RESULTADOS: do total de gestantes estudadas, 228 (2,96% estavam infectadas pelo HIV. Os resultados dos testes estatísticos indicam que a infecção pelo HIV não é fator de risco para a ruptura prematura de membranas (RR = 0,48, p OBJECTIVES: to evaluate perinatal complications in pregnant women infected by HIV. METHODS: this was a hospital-based cohort study of consecutive births at a tertiary perinatal center from January 1, 1996 to March 31, 2003. A total of 7698 pregnancies met the inclusion criteria which were singleton pregnancies with minimal gestational age 22 weeks. HIV infection was confirmed by the tests ELISA and Western Blot. We studied premature rupture of membrane (PROM, premature birth, very-low birth weight, puerperal infection and the newborn condition at birth (Apgar score in the first and fifth minute, intra-uterine grow restriction (IUGR and low for gestational age (LGA. RESULTS: 228 (2.96% of the pregnant women were infected by HIV. HIV infection was nor a risk factor for PROM (RR = 0.48, p <0.01 or for premature birth (RR = 0.92, p <0.01. There was no statistical association between HIV infection and: very-low birth weight (birth weight below 1500 g (RR = 0.00, p = 0.31, low

  12. Prevalência e fatores associados à anemia em gestantes da região semi-árida do Estado de Alagoas Prevalence and factors associated with anemia in pregnant women from the semiarid region of Alagoas, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Haroldo da Silva Ferreira

    2008-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: determinar a prevalência e fatores de risco associados à anemia em gestantes da região semi-árida de Alagoas. MÉTODOS: estudo de caráter transversal envolvendo amostra (n=150 obtida, considerando a prevalência estimada pela Organização Mundial da Saúde de 52%, com erro de 8% e intervalo de confiança de 95%. O processo de amostragem foi realizado em três estágios: 15 dentre os 38 municípios da região, quatro setores censitários por município e 24 domicílios por setor. Nestes, eram elegíveis todas as gestantes residentes, das quais se coletaram dados socioeconômicos, demográficos, antropométricos e de saúde. A anemia foi identificada por um nível de hemoglobina PURPOSE: to determine the prevalence and risk factors associated to anemia in pregnant women from the semiarid region of Alagoas, Brazil. METHODS: transversal study comprising a sample (n=150 obtained taking into consideration the prevalence estimated by World Health Organization of 52%, an error of 8% and a confidence interval of 95%. Sampling has been done in three stages: 15 towns among the 38 in the region, four census sectors by town and 24 residences by sector. All the resident pregnant women were eligible, and their socio-economic, demographic, anthropometric and health data have been collected. Anemia was identified at the <11 g/dL hemoglobin level (Hemocue®, and its association with risk factors, tested by multiple linear regression analysis. RESULTS: anemia prevalence was 50%. Seventy eight per cent of the pregnant women were under pre-natal care. From those, 79.3% were in the second or third trimester of gestation. Nevertheless, only 21.2% of them were taking iron supplementation. Variables (p<0.05 independently associated with anemia (anemic versus not-anemic pregnant women were: larger number of family members (4.5±2.3 versus 4,3±2.3; p=0.02, lower age group of the pregnant woman (23.9±6.3 versus 24.7±6.7; p=0.04, or of her partner (34.5

  13. Evolução dos índices dopplervelocimétricos da artéria cerebral média em fetos de gestantes normais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Costa Antonio Gadelha da

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: observar a evolução dos índices de resistência, pulsatilidade, velocidade máxima, velocidade diastólica final e tempo de aceleração da artéria cerebral média fetal entre a 22ª e a 38ª semana de gestação. MÉTODOS: foi feito estudo observacional prospectivo e longitudinal no qual 33 fetos de gestantes normais foram avaliados entre a 22ª e a 38ª semana de gestação. A idade gestacional foi determinada pela data da última menstruação e/ou pelo exame ultra-sonográfico do primeiro trimestre. Os exames ultra-sonográficos com Doppler foram feitos por um único observador, que utilizou aparelho modelo Image Point 1800 (Hewlett Packard, com transdutor multifreqüencial. Para a aquisição do traçado Doppler da artéria cerebral média, o indicador de amostra foi calibrado para um volume de amostra de 1 mm³ e colocado na artéria cerebral média anterior o mais próximo da calota craniana. O ângulo de insonação foi mantido entre 5º e 19º e o filtro foi ajustado na freqüência de 50-100 Hz. Os recém-nascidos foram avaliados no intuito de comprovar que os fetos eram vigorosos e adequados para a idade gestacional. RESULTADOS: os resultados obtidos para o índice de resistência e pulsatilidade revelaram que a evolução dos valores no período entre a 22ª e a 38ª semana é descrita por uma equação do 2O grau, representando uma parábola. Os valores medianos para o índice de resistência foram de 0,81 na 22ª semana e 0,75 na 38ª semana. O índice de pulsatilidade foi de 1,59 na 22ª semana e 1,45 na 38ª semana. A velocidade sistólica máxima aumentou progressivamente ao longo da gestação, com valores de 26,3 cm/s na 22ª semana e 57,7 cm/s na 38ª semana. A velocidade diastólica final teve aumento progressivo a partir de 26 semanas (5,21 cm/s até o termo (14,6 cm/s. O tempo de aceleração mostrou aumento significativo apenas entre 26 e 30 semanas, cujos valores foram de 0,04 s na 26ª semana e 0,05 s na

  14. Percepción de los profesionales de enfermería y las gestantes sobre la asesoría en virus de inmunodeficiencia humana en una empresa social del Estado de primer nivel en Bogotá, Distrito Capital Percepção dos profissionais de enfermagem y as gestantes sobre a assessoria em HIV em uma ESE de Primeiro Nível em Bogotá, Distrito Capital Perception of Nursing Professionals and Pregnant Women about Counseling on HIV in a First Level ESE in Bogota, Capital District

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Martha Patricia Bejarano Beltran

    2012-07-01

    para al contención de la epidemia en este grupo poblacional.Objetivo: descrever a percepção que os profissionais de enfermagem e as gestantes têm em relação com a assessoria na detecção de vírus de imunodeficiência humana (HIV, com base nas diretrizes descritas no Guia Técnico do projeto INTEGRA: Modelo de Gestão Integral de Serviços de Saúde Sexual e Reprodutiva e Prevenção da Infeção por HIV para nortear ações que possibilitem o fortalecimento desta atividade em uma empresa social do Estado (ESE de Bogotá. Metodologia: desenho qualitativo, descritivo, com abordagem hermenêutica; a análise dos dados se fez mediante a técnica de análise de conteúdo (autor de dezasseis entrevistas semiestruturadas, realizadas durante quatro meses. Participaram oito profissionais de enfermagem que fazem assessoria em HIV e oito gestantes que recebem assessoria sobre HIV. Resultados: a questão central que surgiu da análise das entrevistas foi "os paradoxos da assessoria em HIV/Aids", sendo que a partir dos testimoniais dos participantes encontrouse uma série de ambivalências a respeito das opiniões, experiências, crenças e sentimentos. A questão se evidenciou nas seguintes categorias, retomadas do discurso das pessoas entrevistadas: os sentimentos, entre a ansiedade e a tranquilidade. As categorias emergentes do discurso dos profissionais de enfermagem se focou em: entre a frustração e a tranquilidade. Conclusões: para as gestantes e os profissionais da enfermagem, a assessoria em HIV/Aids foi percebida como um paradoxo, com sentimentos ambivalentes entre a alegria e a tristeza, o temor e a ansiedade, a frustração e a tranquilidade, o que deve ser feito e a realidade encontrada. Estas são percepções que irão permitir um melhor trabalho na prevenção da infeção do HIV por parte dos profissionais a fim de conseguir mudanças de comportamento saudáveis nas gestantes e aprimorar a assessoria como estratégia útil para a contenção da epidemia

  15. Estudo do diagnóstico de enfermagem fadiga em gestantes atendidas numa unidade básica de atenção à saúde Estudio del diagnóstico de enfermería fatiga en gestantes atendidas en una unidad básica de atencíon a la salud Study of nursing diagnosis fatigue among pregnant women from a primary care unit

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Viviane Moreira Alves

    2006-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar o diagnóstico de enfermagem Fadiga em gestantes. MÉTODOS: Estudo transversal com 66 gestantes. Os dados foram coletados através de um roteiro estruturado de entrevista e exame físico. Para a análise foram geradas estatísticas descritivas com a freqüência absoluta e percentual e aplicados testes de associação. RESULTADOS: Do total, 72,7% apresentaram o diagnóstico de enfermagem Fadiga. As características definidoras mais citadas foram: Aumento das queixas físicas (78,8%, Sonolência Ambiente barulhento (66,7% e Cansaço (65,2%, e os fatores relacionados que estiveram mais presentes na amostra foram Estilo de vida enfadonho (54,5%, Ansiedade (45,5% e Anemia (40,9%. CONCLUSÃO: O diagnóstico Fadiga apresenta determinadas características e fatores relacionados importantes, que devem ser foco da atenção por parte dos enfermeiros.OBJETIVO: Analizar el diagnóstico de enfermería Fatiga en gestantes. MÉTODOS: Estudio transversal realizado con 66 gestantes. Los datos fueron recolectados a través de una guía estructurada de entrevista y examen físico. Para el análisis se generaron estadísticas descriptivas con la frecuencia absoluta y porcentual y se aplicaron pruebas de asociación. RESULTADOS: Del total, 72,7% presentaron el diagnóstico de enfermería Fatiga. Las características definidoras más citadas fueron: Aumento de las quejas físicas (78,8%, Somnolencia, ambiente bullicioso (66,7% y Cansancio (65,2%, y los factores relacionados que estuvieron más presentes en la muestra fueron Estilo de vida aburrido (54,5%, Ansiedad (45,5% y Anemia (40,9%. CONCLUSIÓN: El diagnóstico Fatiga presenta determinadas características y factores relacionados importantes, que deben ser foco de atención de los enfermeros.AIM: To analyze the nursing diagnosis "fatigue" in pregnant women. METHODS: A cross-sectional descriptive design was used to conduct this study. Data were collected from 66 pregnant women using structured

  16. Cálculo do volume de sangue necessário para a correção da anemia fetal em gestantes isoimunizadas Blood volume calculation required for the correction of fetal anemia in pregnant women with alloimmunization

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mônica Deolindo Santiago

    2008-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: obter uma equação capaz de estimar o volume de concentrado de hemácias a ser infundido para correção da anemia em fetos de gestantes portadoras de isoimunização pelo fator Rh, baseado em parâmetros alcançados durante a cordocentese prévia à transfusão intra-uterina. MÉTODOS: em estudo transversal, foram analisadas 89 transfusões intra-uterinas para correção de anemia em 48 fetos acompanhados no Centro de Medicina Fetal do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais. A idade gestacional mediana, no momento da cordocentese, foi de 29 semanas e a média de procedimentos por feto foi de 2,1. A hemoglobina fetal foi dosada antes e após a cordocentese, sendo verificado o volume de concentrado de hemácias transfundido. Para determinação de uma fórmula para estimar o volume sanguíneo necessário para correção da anemia fetal, tomou-se como base o volume necessário para elevar em 1 g% a hemoglobina fetal (diferença entre a concentração de hemoglobina final e a inicial, dividida pelo volume transfundido e o volume de quanto seria necessário para se atingir 14 g%, em análise de regressão múltipla. RESULTADOS: a concentração da hemoglobina pré-transfusional variou entre 2,3 e 15,7 g%. A prevalência de anemia fetal (HbPURPOSE: to obtain an equation to estimate the volume of red blood cells concentrate to be infused to correct anemia in fetuses of pregnant women with Rh factor isoimmunization, based in parameters obtained along the cordocentesis previous to intrauterine transfusion. METHODS: a transversal study analyzing 89 intrauterine transfusions to correct anemia in 48 fetuses followed-up in the Centro de Medicina Fetal do Hospital das Clínicas da Universidade de Minas Gerais. The median gestational age at the cordocentesis was 29 weeks and the average number of procedures was 2.1. Fetal hemoglobin was assayed before and after cordocentesis, leading to the volume of transfused red blood

  17. Cryptococcal meningitis in HIV negative pregnant women: case report and review of literature Meningite criptocóccica em gestante HIV negativa: relato de caso e revisão da literatura

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Laura Botelho Costa

    2009-10-01

    Full Text Available INTRODUCTION: Cryptococcosis has become an important entity due to the epidemic of AIDS and therefore it is a significant opportunistic infection. However, there are case reports of cryptococcal meningitis in immune competent pregnant women. Since pregnancy is considered a period of relative immunosuppression, which likely prevents fetal rejection, this could explain the occurrence of opportunistic infections. OBJECTIVE: To report a case of cryptococcosis, and review all cases involving pregnancy and neurocryptococcal infection in immune competent pregnant patients. METHODS: Case report and systematic review of the literature using the MEDLINE and SciELO databases. DISCUSSION: A total of 27 patients were analyzed from 19 studies. The mean age at diagnosis was 26.4 years. There were six patients in their first trimester of pregnancy, 10 in the second, eight in the third and three post-partum. The most prevalent symptoms were headache (85.2%, altered vision (44.4%, altered mental status (44.4%, nausea (40.7% and fever (33.3%. There were nine deaths (33.3%. Most of the patients received intravenous amphotericin B as treatment (77.8%. The majority (66.6% of the patients accomplished a term delivery with healthy infants. CONCLUSION: Cryptococcal meningitis should be considered during pregnancy in cases of unexplained headache, altered vision, altered mental status, nausea and fever. Patients with a confirmed diagnosis should be admitted and treated with amphotericin B.INTRODUÇÃO: Com a epidemia da AIDS, a neurocriptococose foi melhor estudada e considerada infecção fúngica oportunista. No entanto, há casos descritos de gestantes acometidas, apesar de imunocompetentes. A gestação, por si só, pode ser considerada um período de imunossupressão, para adaptação materno-fetal, o que poderia predispor à instalação de certas infecções. OBJETIVOS: Relato de caso de gestante com neurocriptococose e revisão sistemática dos casos descritos na

  18. Evidência sorológica da infecção aguda pelo Toxoplasma gondii em gestantes de Cascavel, Paraná Serological evidence of acute Toxoplasma gondii infection in pregnant women in Cascavel, Paraná

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sônia de Lucena Mioranza

    2008-12-01

    Full Text Available Para verificar a ocorrência da toxoplasmose em Cascavel, Paraná, cidade próxima a região onde ocorreu o maior surto epidêmico descrito mundialmente, 334 amostras de soros de gestantes foram triadas pelo ensaio imunoenzimático comercial IgG no Laboratório Municipal de Cascavel, e confirmadas no Instituto de Medicina Tropical de São Paulo por imunofluorescência IgG, ensaio imunoenzimático e avidez de IgG in house. A soropositividade pelo IgG comercial foi 54,2%, pela imunofluorescência 54,8% e pelo IgG in house 53,9%, com boa concordância entre imunofluorescência/IgG comercial (Kappa=0,963781; co-positividade=97,8%; co-negatividade=98,7% e imunofluorescência/IgG in house (Kappa=0,975857; co-positividade=97,8%; co-negatividade=100%. A evidência de infecção aguda nas gestantes foi similar tanto pela avidez de IgG (2,4% ao ano como pela análise estatística de tendência (teste χ2 por faixa etária (2% ao ano, sugerindo que a triagem sorológica pré-natal e a vigilância epidemiológica são imprescindíveis para redução do risco da toxoplasmose na região, embora sem evidência de surto epidêmico.In order to investigate the incidence of toxoplasmosis in Cascavel, Paraná, a city near the region where the largest reported epidemic outbreak in the world occurred, 334 serum samples from pregnant women were screened using a commercial IgG immunoenzymatic assay at the Municipal Laboratory in Cascavel and were confirmed at the Institute of Tropical Medicine in São Paulo, by means of IgG immunofluorescence, immunoenzymatic assaying and the in-house IgG avidity test. The IgG seropositivity from the commercial test was 54.2%, from immunofluorescence 54.8% and from the in-house IgG 53.9%, with good agreement between immunofluorescence and the commercial IgG test (kappa = 0.963781; co-positivity = 97.8%; co-negativity = 98,7% and between immunofluorescence and the in-house IgG (kappa = 0.975857; co-positivity = 97.8%; co

  19. Estudo de indicadores de prescrição, Interações medicamentosas e Classificação de risco ao feto em prescrições de gestantes da cidade de Mirassol – São Paulo

    OpenAIRE

    Adriana Antônia da Cruz Furini; Aline Mares Gomes; Camila Oliveira Silva; Jane Kely Gonçalves Vieira; Vivian Prado da Silva; Tábata Salum Calille Atique

    2009-01-01

    O uso racional de medicamentos é indispensável para garantir a qualidade e eficácia de um tratamento medicamentoso. Diante disto, a utilização de medicamentos durante a gestação deve ser analisada e acompanhada minuciosamente para minimizar os riscos e possíveis conseqüências ao feto e à gestante. Foram analisadas 100 receitas medicamentosas para gestantes, internadas no Hospital e Maternidade Mãe do Divino Amor na Providência de Deus do município de Mirassol, SP, utilizando os indicadores de...

  20. Determinação do volume de sangue necessário para a correção da anemia fetal em gestantes isoimunizadas

    OpenAIRE

    Monica Deolindo Santiago

    2006-01-01

    Objetivo: Foram dois os objetivos do estudo. O primeiro foi verificar se há possibilidade de calcular o volume sanguíneo que permita a correção da anemia fetal (Hb-pós = 14,0g%) baseando-se nos seguintes parâmetros fetais: idade gestacional e hemoglobina pré-transfusional. E o segundo foi verificar se o volume de sangue necessário para elevar a hemoglobina do feto em 1,0g% difere significativamente quando os fetos estão agrupados no segundo ou no terceiro trimestre de gestação. Pacientes e Mé...

  1. Fatores associados à agressão física em gestantes e os desfechos negativos no recém-nascido

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elaine Fernandes Viellas

    2013-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar os fatores socioeconômicos, demográficos e reprodutivos associados à agressão física na gestação e os desfechos negativos para o recém-nascido em dois grupos de mulheres: adolescentes e adultas jovens. MÉTODO: Estudo transversal com uma amostra de 8.961 puérperas que se hospitalizaram em maternidades do município do Rio de Janeiro por ocasião do parto. Para testar hipótese de homogeneidade de proporções foi utilizado o teste χ². A razão de chances e os intervalos de confiança foram estimados através de regressão logística. RESULTADOS: Foi apontado que 5% das adolescentes e 2,5% das adultas jovens sofreram agressão física na gravidez. Em ambos os grupos, as variáveis associadas com o abuso físico foram: menor nível de escolaridade, menor apoio do pai da criança e maior tentativa de interrupção da gestação. O aumento no consumo de bebida alcoólica mostrou associação com o abuso físico apenas no grupo de adolescentes, e o uso de drogas ilícitas somente entre as adultas jovens. Os filhos das puérperas agredidas tiveram duas vezes mais chances de óbito neonatal, e três vezes mais de óbito pós-neonatal. Por outro lado, a assistência pré-natal de boa qualidade reduziu a chance de agressão física durante a gestação. CONCLUSÕES: Os resultados alertam para o aumento da chance de óbito neonatal e pós-neonatal entre os filhos das vítimas de agressão física durante a gestação e apontam para a importância do pré-natal na identificação de mulheres sob maior risco de episódios violentos, momento oportuno para o desenvolvimento de ações de proteção e cuidado à mãe e ao bebê.

  2. Prolactina e seus excessos em mulheres não-gestantes - doi: 10.5102/ucs.v3i1.548

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiane Maria Villar Silva

    2008-04-01

    Full Text Available A prolactina é um hormônio produzido pela hipófise, responsável por processos fisiológicos relacionados à reprodução, cuja principal função é a manutenção da lactação. Sua secreção é regulada por mecanismos hormonais e não-hormonais. Existem patologias relacionadas com o excesso de prolactina circulante. São as denominadas hiperprolactinemias e os prolactinomas de causas fisiológicas, farmacológicas, patológicas e idiopáticas. Os níveis de prolactina verificados em 79 mulheres analisadas por um laboratório particular de Brasília mostraram variações características de acordo com diferentes faixas etárias.

  3. Uso do Verapamil em Gestantes Hipertensas Crônicas: análise do Fluxo das Artérias Uterinas e Umbilical Use of Verapamil in Chronic Hypertensive Pregnant Women: flow Analysis of Uterine Arteries and Umbilical Artery

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcus Jose do Amaral Vasconcellos

    2000-06-01

    Full Text Available Objetivo: este trabalho, utilizando verapamil, um bloqueador dos canais lentos de cálcio, constituiu ensaio clínico randomizado, duplo-cego e placebo controlado, e objetivou procurar variação do fluxo uteroplacentário e fetoplacentário durante uso oral crônico do fármaco em gestantes com hipertensão crônica leve para moderada. Métodos: 123 pacientes divididas em dois grupos: grupo estudo (n = 61, submetidas a 240 mg/dia de verapamil, e grupo controle (n = 62, submetidas ao placebo. As pacientes randomizadas em grupos de quatro utilizaram a medicação ou placebo durante trinta dias. Um exame do fluxo das artérias uterinas e da artéria umbilical pela dopplervelocimetria foi registrado. Pelo cálculo da média e desvio padrão, foram comparados os valores dos índices de resistência (IR e pulsatilidade (IP e da relação sístole/diástole (A/B das artérias em estudo após administração dos comprimidos. Resultados: o grupo verapamil apresentou os seguintes valores médios para as artérias uterinas: IR = 0,82 (0,28, IP de 1,06 (0,12 e A/B de 2,42 (0,51. O grupo placebo mostrou: IR de 0,75 (0,35, IP de 1,00 (0,18 e A/B de 2,30 (0,38. Quando analisada a artéria umbilical, os valores foram para o grupo verapamil: IR = 0,73 (0,12, IP = 1,04 (0,13 e A/B = 2,94 (0,32. No grupo placebo, IR = 0,70 (0,14, IP = 1,03 (0,07 e A/B = 3,02 (0,78. A análise estatística das diferenças das médias por meio da razão F mostrou não haver diferença entre os dois grupos avaliados. Conclusão: este trabalho referenda o uso do verapamil entre gestantes com hipertensão crônica (leve para moderada, pois não oferece prejuízos no fluxo uteroplacentário e fetoplacentário.Purpose: this study, using verapamil, a slow calcium channel blocker, was a randomized, clinical, double blind and placebo controlled trial, whose objective was to observe if there was a uteroplacental and fetoplacental flow variation during its chronic oral use. Methods: 123

  4. Conversas, em família, sobre sexualidade e gravidez na adolescência: percepção das jovens gestantes Family talking about sexuality and pregnancy during adolescence: perceptions of pregnant adolescents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Cristina Garcia Dias

    2000-01-01

    Full Text Available Apresenta-se uma análise fenomenológica da ambigüidade na tomada de decisão em comportamento sexual de meninas adolescentes que vieram a engravidar. A análise foi contextualizada nas relações informativas e comunicativas entre filhas e pais sobre temas de sexualidade e cuidados contraceptivos. As considerações analíticas foram baseadas em entrevistas com onze adolescentes gestantes e uma jovem mãe, todos de nível sócio-econômico médio baixo, com idade entre 12 e 19 anos. A informação sobre prevenção foi percebida, pelas jovens, como parcial e incompleta e a comunicação mostrou-se prejudicada por falta de confiança no interlocutor preferencial (no caso, a mãe. A rede de apoio, constituída por tias e amigas, mostrou-se falha em apresentar esclarecimentos ou reduzir incertezas. Além de despreparados, os interlocutores apresentaram dificuldades associadas à falta de informação e a não aceitação da sexualidade adolescente. A interpretação destacou três aspectos relacionados com a gravidez na adolescência: 1 reafirmou a liberdade e iniciativa da mulher em relação à sua sexualidade; 2 confirmou a ausência da discussão franca e informada sobre sexualidade; e, 3 mostrou a substituição do mito do amor romântico pela expectativa clara do sexo prazeroso.This study presents a phenomenological analysis of the decision making ambiguity on sexual behavior by adolescent girls who become pregnant. The analysis was grounded in the informative and communicative relationships between daughters and their parents regarding sexuality and contraception care. The analytical considerations were based on 11 interviews with low middle class pregnant adolescents and one young mother, 12 to 19 years old. The analysis showed that the information the adolescents received about sexuality was incomplete, and that the communication process was hindered by lack of trust in those who tried to establish a dialogue with the girls, usually the

  5. Estudo com gestantes atendidas em um centro municipal de saúde da periferia de Botucatu - São Paulo: relação entre baixo peso materno e baixo peso ao nascer do concepto Estudio con gestantes atendidas en un centro municipal de salud de los alrededores de Botucatu - São Paulo: relación entre bajo peso materno y bajo peso al nacer del concepto Study of pregnant women at a city health center in Botucatu, São Paulo: relationship of low maternal weight and low birth weight

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristina Maria Garcia de Lima

    1995-01-01

    Full Text Available Este trabalho teve o objetivo de estudar um grupo de 15 gestantes de baixo peso, que fizeram pré-natal em um Centro Municipal de Saúde da periferia de Botucatu - SP, triadas pela "Curva de Rosso", comparando-as a um grupo de 08 gestantes de peso normal triadas pelo mesmo instrumento e que freqüentavam o mesmo serviço pré-natal. Verificou-se que os filhos de mulheres de peso normal pesaram, em média, 118 g a mais que os filhos das mulheres de baixo peso; independente do peso materno, pesaram mais os recém-nascidos de mulheres com altura superior a 155 cm e não fumantes; as mulheres de peso normal tiveram, em média, 2 semanas de gestação a mais; entre os filhos das gestantes de baixo peso observamos relação entre peso médio ao nascer e ascensão na curva altura uterina x idade gestacional; não houve relação entre anemia materna e intervalo interpartal inferior a 2 anos e peso ao nascer.Este trabajo tuvo como objetivo estudiar un grupo de 15 gestantes de bajo peso que realizaron el prenatal en un Centro Municipal de Salud Pública de la periferia de Botucatu - SP, seleccionadas a través de la "Curva de Rosso" a las cuales se comparó con un grupo de 8 gestantes de peso normal seleccionadas a través del mismo instrumento y que frecuentaban el mismo servicio prenatal. Con este estudio se verificó que los hijos de mujeres de peso normal tuvieron un peso promedio de 118g más que los hijos de las mujeres de bajo peso; independiente del peso materno, pesaron más los recién nacidos de mujeres con talla superior a 155cm y no fumadoras; las mujeres de peso normal tuvieron en promedio 2 semanas más de gestación que las mujeres de bajo peso. Entre los hijos de las gestantes de bajo peso observaron una relación entre el peso promedio al nacer y el aumento en la curva altura uterino por edad gestacional; no encontrandose ninguma relación entre anemia materna y los periodos intergenésicos inferiores a 2 años el peso al nascer

  6. Avaliar a correlação entre a concentração da hemoglobina e a medida ecográfica do diâmetro biventricular externo em fetos anêmicos de gestantes isoimunizadas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rodrigues Rosangela Lopes Miranda

    2005-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar se existe correlação significativa entre a medida ecográfica do diâmetro biventricular externo e a concentração sérica da hemoglobina fetal pré-transfusional e se essa medida ecográfica poderá vir a ser utilizada como marcador não invasivo da anemia fetal. MÉTODOS: Estudo transversal prospectivo, no qual foram selecionadas 65 cordocenteses realizadas em 36 fetos anêmicos de mães portadoras de isoimunização pelo fator Rh. Obteve-se a medida do diâmetro biventricular externo (DBVE, por meio do modo M, utilizando-se aparelho de ultra-som convencional. Anterior à transfusão foi obtida amostra de 0,5ml de sangue fetal, para dosagem da hemoglobina, sendo a medida imediatamente realizada através de espectrofotometria, no equipamento Hemocue®. Como análise estatística foi utilizada a regressão dos mínimos quadrados, aceitando-se p<0,05 e análise multivariada. RESULTADOS: Foram observadas correlação inversa entre a concentração da hemoglobina no sangue fetal no momento prévio à transfusão e a medida do DBVE e correlação direta entre a medida do DBVE e a idade gestacional, e, também, através da análise multivariada que, à medida que a concentração de hemoglobina fetal cai, o DBVE aumenta, independentemente da influência da idade gestacional nesse parâmetro. CONCLUSÃO: Existe correlação inversa entre a concentração da hemoglobina no sangue fetal e a medida do DBVE, independente da idade gestacional. Os achados sugerem que o DBVE poderá vir a ser um marcador ecográfico de predição do nível de hemoglobina de fetos de gestantes isoimunizadas.

  7. Efetividade de três esquemas com sulfato ferroso para tratamento de anemia em gestantes The effectiveness of three regimens using ferrous sulfate to treat anemia in pregnant women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ariani Impieri de Souza

    2004-05-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a efetividade de três esquemas de tratamento utilizando sulfato ferroso em gestantes anêmicas. MÉTODOS: O estudo foi desenvolvido no Centro de Atenção à Mulher do Instituto Materno Infantil de Pernambuco, em Recife, no período de maio de 2000 a dezembro de 2001. Realizou-se um ensaio clínico, aleatório e cego do ponto de vista laboratorial, utilizando comprimidos de 300 mg de sulfato ferroso para administração de 60 mg de ferro elementar. As gestantes foram alocadas em três grupos de tratamento, conforme a freqüência de administração do ferro: uma vez por semana (n =48; duas vezes por semana (n =53; e uma vez ao dia (n =49. Foram comparadas as concentrações de hemoglobina, volume corpuscular médio e ferritina. RESULTADOS: Antes da intervenção, os grupos eram homogêneos e apresentaram as seguintes médias e desvios-padrão nas concentrações de hemoglobina: 10,2 ± 0,5 g/dL para o grupo que recebeu sulfato ferroso uma vez por semana; 10,2 ± 0,6 g/dL para o grupo que recebeu sulfato ferroso duas vezes por semana; e 10,1 ± 0,6 g/dL para o grupo que recebeu sulfato ferroso uma vez ao dia. As médias de volume corpuscular médio foram, respectivamente: 88,5 ± 5,0; 87,6 ± 5,9; e 88,7 ± 5,1 fL. As medianas de ferritina foram 30,2; 37,1; e 52,9 ng/mL. Houve 27% de cura no esquema de uma vez por semana, 34% no grupo tratado duas vezes por semana e 47% no tratamento diário. Houve fracasso terapêutico (hemoglobina OBJECTIVE: To evaluate the effectiveness of three regimens employing ferrous sulfate to treat pregnant women with anemia. METHODS: The study was carried out at the Women's Health Center of the Pernambuco Institute of Maternal and Child Health in the city of Recife, Pernambuco, Brazil, from May 2000 to December 2001. A randomized clinical trial with blinded laboratory analysis was conducted. Iron (60 mg was administered as 300-mg ferrous sulfate tablets. The women were allocated to three treatment

  8. Adherence and side effects of three ferrous sulfate treatment regimens on anemic pregnant women in clinical trials Adesão e efeitos colaterais em ensaio clínico comparando três esquemas de tratamento com sulfato ferroso em gestantes anêmicas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ariani Impieri de Souza

    2009-06-01

    Full Text Available The objective of this study was to analyze adherence and side effects of three iron supplement regimens (ferrous sulfate on anemic pregnant women. The clinical trial involved 150 women between the 16th and 20th gestational weeks, at low obstetric risk and with hemoglobin concentration of between 8.0 and 11.0g/dL. Treatment was provided by ferrous sulfate with 60mg of elemental iron during 16 (± 1 weeks, in three regimens: single tablet a week (n = 48; single tablet twice a week (n = 53 or single tablet a day (n = 49. The outcomes were adherence, assessed through interviews and by counting tablets, and side effects, according to patient information. The adherence showed a declining trend (92%, 83% and 71%; p = 0.010 and the side effects revealed a growing trend (40%, 45% and 71%; p = 0.002 as the dosage increased. Diarrhea and epigastric pain were significantly associated with the dose administered (p = 0.002. These results suggest that in anemic pregnant women, complaints are directly proportional and the compliance is inversely proportional to the amount of medicinal iron.O objetivo deste estudo foi analisar a adesão e os efeitos colaterais de três esquemas de suplementação com sulfato ferroso em gestantes anêmicas. O ensaio clínico incluiu 150 mulheres entre a 16ª e 20ª semanas de gestação, de baixo risco obstétrico e com concentração de hemoglobina entre 8,0 e 11,0g/dL. A intervenção foi realizada com 60mg de ferro elementar, durante 16 (±1 semanas, em três esquemas: uma drágea semanal (n = 48; uma drágea duas vezes por semana (n = 53 ou uma drágea diariamente (n = 49. Os desfechos foram adesão, verificada por entrevista e contagem das drágeas, e efeitos colaterais auto-relatados pelas pacientes. A adesão apresentou tendência declinante (92%, 83% e 71%; p = 0,010 e os efeitos colaterais, ascendente (40%, 45% e 71%; p = 0,002 com o aumento da dose prescrita. Diarréia e dor epigástrica estiveram significativamente

  9. Prescrições de medicamentos para gestantes: um estudo farmacoepidemiológico

    OpenAIRE

    Carmo Thais Adriana do; Nitrini Sandra Maria O. O.

    2004-01-01

    A utilização de medicamentos por gestantes deve ser considerada um problema de saúde pública, pois existem inúmeras lacunas sobre suas conseqüências ao feto e à gestante. Os estudos farmacoepidemiológicos podem contribuir para minimizar os riscos inerentes à terapia medicamentosa, traçando um perfil do consumo de medicamentos na gestação, propiciando uma avaliação do serviço e apontando medidas de intervenção. O objetivo deste trabalho foi traçar um perfil de prescrição de medicamentos em ges...

  10. Consumo de frutas, verduras e legumes por gestantes adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antônia Caroline Diniz Brito

    2016-11-01

    Full Text Available Objetivo: Determinar o estado nutricional e os fatores associados ao consumo alimentar de frutas, verduras e legumes por gestantes adolescentes atendidas em um serviço público de referência para assistência pré-natal. Métodos: Estudo transversal e analítico, com 73 gestantes adolescentes de 10 a 19 anos, atendidas no Núcleo de Assistência ao Adolescente (NASA do Hospital Materno Infantil, em São Luís, Maranhão. Utilizou-se o Questionário de Frequência de Consumo Alimentar (QFCA, medidas antropométricas (peso, altura, índice de massa corporal - IMC - pré-gravídico e gravídico e questionário socioeconômico. As variáveis dependentes foram o consumo de frutas, verduras e legumes, e as independentes foram escolaridade, estado civil, raça, renda, situação demográfica, dados gestacionais e antropométricos. Resultados: Observou-se que 39,7% apresentaram IMC pré-gestacional de desnutrição, 50,7% de eutrofia, e menos de 10% sobrepeso ou obesidade. Para o IMC gestacional, os valores se alteraram, com 27,4% das gestantes desnutridas, 57,5% eutróficas e 15,1% com sobrepeso. Observou-se que os maiores percentuais de adequação para o consumo de frutas, verduras e legumes foram em adolescentes casadas ou em união estável (65,4%, que não trabalhavam (92,3% e com renda familiar menor que 1 salário mínimo (84,62%. Entretanto, a única associação positiva encontrada com o consumo de frutas, verduras e legumes foi o início do pré-natal. Conclusão: A maior parte das gestantes avaliadas apresentou-se eutrófica, apesar de cerca de um quarto apresentar baixo peso durante a gestação. Além disso, elas não consumiam uma dieta balanceada, com uma ingestão abaixo do recomendado de FVL. Entre os fatores relacionados a um melhor consumo de FVL destaca-se o início do acompanhamento pré-natal no primeiro trimestre.

  11. Avaliação ultra-sonográfica, ecocardiográfica fetal e resultados perinatais em gestantes portadoras do HIV em uso de terapia anti-retroviral Ultrasound examination, fetal echocardiography and prenatal outcome in HIV-positive pregnant women under antiretroviral therapy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marco Antonio Borges Lopes

    2007-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: descrever as alterações estruturais e/ou funcionais fetais à ultra-sonografia e à ecocardiografia fetais e os resultados perinatais em gestantes soropositivas para o vírus da imunodeficiência humana (HIV em relação a um grupo controle de pacientes atendidas pelo pré-natal de baixo risco. MÉTODOS: foram avaliadas, prospectivamente, 109 gestantes soropositivas para o HIV em uso de anti-retrovirais (Grupo de Estudo, GE e 200 gestantes controles (GC, sendo realizado acompanhamento ultra-sonográfico obstétrico mensal e ecocardiografia fetal e pós-natal com a avaliação do volume de líquido amniótico, da adequação do peso fetal, da presença de alterações estruturais fetais e dos resultados perinatais. RESULTADOS: foram observados oito casos de alterações estruturais fetais (7,3% contra dois (1% no GC (p=0,61. Observamos quatro casos de cardiopatia congênita e quatro de hidronefrose no GE, com diferença estatística para as cardiopatias (p=0,015. Foram diagnosticados, no GE, oito (7,3% casos de oligoidrâmnio e 11 (10% casos de polidrâmnio contra dois casos (1% de oligoidrâminio e nenhum de polidrâmnio (p de 0,004 e pPURPOSE: to evaluate fetal structural and/or functional abnormalities by ultrasound examination and fetal echocardiography, in pregnant women positive for human immunodeficiency virus (HIV. METHODS: we analyzed prospectively 109 HIV positive pregnant women under antiretroviral therapy (Study Group and 200 low risk pregnant patients (Control Group. All of them were submitted to ultrasound scan and fetal and neonatal echocardiography once a month. The amniotic fluid volume, fetal growth, fetal structural and functional alteration and the perinatal outcome were evaluated. RESULTS: there were eight (7.3% cases of fetal structural abnormality in the Study Group and two (1% in the Control Group (p=0.616. There were four cases of congenital heart disease and four cases of hydronephrosis in the Study Group

  12. Prevalência de HIV em gestantes e transmissão vertical segundo perfil socioeconômico, Vitória, ES Factores asociados a recidiva en hanseníasis en Mato Grosso, Centro-oeste de Brasil HIV prevalence in pregnant women and vertical transmission in according to socioeconomic status, Southeastern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anne Caroline Barbosa Cerqueira Vieira

    2011-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever a prevalência de infecção por HIV em gestantes e a taxa de transmissão vertical, segundo o perfil socioeconômico dos bairros de residência das mães. MÉTODOS: Estudo ecológico exploratório utilizando a base de dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação de gestantes HIV-positivas e aids em crianças notificadas entre 2000 e 2006 em Vitória, ES. Para análise das informações socioeconômicas foi utilizado o Índice de Qualidade Urbana. A prevalência de HIV em gestantes e a taxa de transmissão vertical foram calculadas. A distribuição espacial dos casos foi realizada no programa Terraview 3.2.0. Para verificar a associação entre a qualidade urbana e a prevalência de HIV em gestantes utilizou-se o modelo de regressão de Poisson. RESULTADOS: Um total de 137 gestantes e 14 crianças infectadas por transmissão vertical foi notificado no período. Sete crianças correspondiam a mães HIV-positivas sem notificação de caso no período analisado. A prevalência de infecção em gestantes no período foi de 0,44% e a taxa de transmissão vertical foi de 9,7%. CONCLUSÕES: A prevalência de infecção por HIV em gestantes e a transmissão vertical associam-se à qualidade urbana do bairro de residência, indicando que os bairros com menor qualidade urbana devem ser priorizados quanto às ações para redução da transmissão vertical.OBJETIVO: Analizar factores asociados a la ocurrencia de recidiva en hanseníasis. MÉTODOS: Estudio retrospectivo caso-control con 159 pacientes mayores de 15 años diagnosticados con hanseníasis en cinco municipios del Estado de Mato Grosso, Centro-oeste de Brasil, cuyas unidades de salud eran consideradas de referencia para el atendimiento. El grupo de casos incluyó 53 individuos con recidiva de 2005 a 2007 y fue comparado con el grupo control (106 con alta por cura en 2005, pareados por sexo y clasificación operacional. Se usaron datos del Sistema de Informaci

  13. Correlação entre os índices dopplervelocimétricos da veia cava inferior e ducto venoso e a concentração de hemoglobina do cordão em fetos de gestantes isoimunizadas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Taveira Marcos Roberto

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: o objetivo principal desse estudo foi verificar se existe correlação entre os índices dopplervelocimétricos da veia cava inferior e do ducto venoso e a concentração sérica da hemoglobina fetal. MÉTODOS: estudo transversal e prospectivo, realizado entre janeiro de 1998 e junho de 2001. Foram acompanhadas 31 gestantes isoimunizadas com resultado do teste de Coombs indireto maior que 1:8, que foram submetidas à pesquisa de hemólise fetal. Quando foram indicadas as transfusões intra-uterinas intravasculares, a hemoglobina do cordão foi dosada no início do procedimento. Nos demais casos, a hemoglobina do cordão foi mensurada no momento do parto, sempre por cesariana eletiva. Obteve-se um total de 74 procedimentos estudados, definidos como sendo cada transfusão intra-uterina precedida pela dopplervelocimetria venosa. A mensuração da concentração da hemoglobina fetal foi realizada no Hemocue® (B-Hemoglobin Photometer Hemocue AB; Angelholm, Sweden, dispositivo usado para a determinação quantitativa de hemoglobina no sangue. A dopplervelocimetria da cava inferior e do ducto venoso foi realizada antecedendo a coleta do sangue fetal, sempre em intervalo de tempo inferior a 24 horas. Os índices dopplervelocimétricos estudados foram o índice de pulsatilidade para veias (IPV, o índice do pico de velocidade para veias (IPVV e a relação entre o pico de velocidade durante a fase de contração atrial e o pico de velocidade na sístole ventricular (relação CA/SV ou índice de pré-carga, na veia cava inferior, e o IPV, IPVV e a relação entre os picos de velocidade da sístole ventricular e da contração atrial (relação SV/CA, no ducto venoso. Foi realizado estudo de correlação entre a dopplervelocimetria da veia cava inferior e do ducto venoso e a hemoglobina do cordão, pela técnica de regressão linear simples. Realizou-se também estudo de associação entre os índices dopplervelocimétricos do compartimento

  14. Perfil social das gestantes em unidades de saúde da família do município de Teresópolis Pregnants' social profile in family health unities from the county of Teresópolis, Rio de Janeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Felipe Pinto

    2005-03-01

    Full Text Available Estudo descritivo de mulheres gestantes, com o objetivo de caracterizar as mulheres em relação às condições sociais e à assistência à gestação. As observações pertencem a um estudo transversal, a partir de uma amostra de 69 gestantes, inscritas nas unidades de saúde da família de Beira Linha, Araras e Rosário, residentes em Teresópolis (RJ. A análise comparativa entre gestantes adolescentes x não adolescentes considerou o teste exato de Fisher para mensurar possíveis significâncias estatísticas. No período considerado, 31,9% eram mães adolescentes. Entre essas, 72,7% estavam em sua primeira gestação, e 31,9% das não adolescentes encontravam-se nessa situação (p-valor Descriptive study of pregnants, aiming the characterization of women in relation to social condition and pregnancy assistance. The observations are part of a transversal study, considering a sample of 69 pregnants, registered in the Family Health Unities of Beira Linha, Araras and Rosário, residing in the county of Teresópolis, Rio de Janeiro, Brazil. The comparative analysis among adolescent and non-adolescent pregnants considered the exact test of Fisher to measure statistical significance. In the considered period, 31,9% were found adolescent mothers. Among then, 72,7% were in their first gestation, and 31,9 % from the non-adolescent mothers were found in this situation (p-value< 0,01. The family role in the sexual orientation is stronger among adolescent pregnants (59,1% than among the non-adolescent ones (25,5% (p-value < 0,01. Near 70% of the women got pregnant from their first sexual partner, although pregnancy have not been planned before, and 25% of them were making use of a king of contraceptive method. Although the adolescent pregnants' mothers have an average of a superior number of children, when compared to the non-adolescent pregnants' mothers, this tendency was not followed by their daugthers, and this maybe related to better social

  15. Descriptive study of HTLV infection in a population of pregnant women from the state of Pará, Northern Brazil Estudo descritivo da infecção pelo HTLV em uma população de gestantes do Estado do Pará, norte do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carina Guilhon Sequeira

    2012-08-01

    á, Norte do Brasil. MÉTODOS: 13,382 gestantes foram submetidas à triagem para HTLV durante o pré-natal, e aquelas com sorologia alterada para anti-HTLV foram submetidas ao teste de Western Blot (WB, para confirmar e discriminar portadoras do HTLV-1 e do HTLV-2. RESULTADOS: A soroprevalência do HTLV na população de gestantes foi de 0,3%, sendo o HTLV-1 identificado em 95,3% das pacientes. O perfil demográfico das portadoras do HTLV foi de: mulheres com idade entre 20-40 anos (78,4%; residentes na região metropolitana de Belém (67,6% e com nível educacional igual ao ensino médio (56,8%. Outras variáveis relacionadas à infecção foram: início das relações sexuais compreendido entre 12-18 anos (64,9%, e ter sido aleitada mais de 6 meses (51,4%. A maior parte das mulheres estudadas teve ao menos duas gestações anteriores (35,1%; e nenhum aborto (70,3%. Co-infecções (sífilis e HIV foram descritas em 10,8% (4/37 das gestantes. A soroprevalência da infecção pelo HTLV em gestantes atendidas em Unidades Básicas de Saúde do Estado do Pará, Norte do Brasil foi de 0,3% semelhante à descrita em outros estudos brasileiros. As variáveis relacionadas com a infecção são indicadores importantes na identificação de gestantes com maior tendência a soropositividade pelo HTLV, sendo uma estratégia de controle e prevenção, evitando a transmissão vertical.

  16. Percepção materna de movimentos fetais como método de avaliação da vitalidade fetal em gestantes diabéticas Maternal perception of fetal movements as a method to evaluate fetal condition in diabetic women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Belmiro Gonçalves Pereira

    1999-12-01

    Full Text Available Objetivo: avaliar a acurácia da percepção materna dos movimentos fetais (PMMF na predição de alguns resultados perinatais em gestantes diabéticas. Métodos: análise retrospectiva de 209 gestantes diabéticas atendidas no Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher (CAISM, entre junho de 1988 e maio de 1996, que tinham registro de PMMF dentro dos três dias anteriores ao parto, monitorização eletrônica da freqüência cardíaca fetal intraparto, idade gestacional > ou = 30 semanas, avaliação do recém-nascido (RN e diagnóstico neonatal. O teste de PMMF foi considerado normal quando a mulher detectou um mínimo de 7 movimentos em 60 minutos. Resultados: a sensibilidade do teste foi de 23 e 29% para Apgar Purpose: to evaluate the accuracy of maternal perception of fetal movements (MPFM in diabetic pregnant women, using Apgar score at the 1st and 5th min of life, intrapartum fetal distress and neonatal hypoxia as parameters. Methods: two hundred and nine diabetic women evaluated at the High Risk Prenatal Care Clinic of the Women's Hospital (CAISM were analyzed retrospectively between June 1988 and May 1996. All patients had MPFM records within three days before delivery, fetal heart rate recordings during labor, gestational age greater than 30 weeks and a complete neonatal evaluation. MPFM was classified as normal if seven movements were recorded in 60 min. Results: the sensitivity of the test was 23 and 29% for Apgar score 7 at 5 min and neonatal hypoxia. Conclusions: MPFM is a useful test to identify diabetic women needing fetal evaluation with more complex techniques, given the high NPV, that indicates the capacity to separate the cases where the fetus is in good condition.

  17. Fortificação do leite fluido na prevenção e tratamento da anemia carencial ferropriva em crianças menores de 4 anos Fortification of fluid milk for the prevention and treatment of iron defficiency anemia in children under 4 years of age

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marco A. A. Torres

    1996-08-01

    Full Text Available Observou-se a eficácia da fortificação do leite fluido com 3 mg de ferro aminoácido quelato no combate à carência de ferro em crianças menores de quatro anos. Foram acompanhadas 269 crianças que receberam, durante 12 meses, um litro de leite fortificado por dia, e que foram avaliadas a cada 6 meses de acompanhamento. Antes de se iniciar a intervenção, a anemia estava presente em 62,3% das crianças. Após 6 meses, este percentual reduziu-se a 41,8% e, ao final de um ano, a 26,4%. As maiores reduções foram detectadas nas faixas etárias de 12 a 23 meses e em menores de um ano. Das crianças que apresentavam hemoglobinas iniciais inferiores a 9,5 g/dl, 59,3% recuperaram-se da anemia ao final de um ano de acompanhamento. Naquelas com hemoglobinas iniciais entre 9,5 e 10,9 g/dl, o percentual de recuperação da anemia foi de 66,7%. Encontrou-se, ainda, melhores evoluções hematológicas em crianças que ingeriam quantidades superiores a 750 ml/dia de leite fortificado, pertencentes a famílias que não dividiam o suplemento recebido com outros membros e naquelas com apenas uma criança com menos de 5 anos no núcleo familiar. Concluiu-se pela viabilidade e eficácia da fortificação do leite fluido como medida de intervenção no combate à carência de ferro em pré-escolares.The effectiveness of the use of chelate aminoacid iron fortified fluid milk in the treatment of iron deficiency in children under four years of age was studied. The 269 children included in this trial received 1 liter/day of fluid milk fortified with 3 mg of chelate aminoacid iron and were evaluated at six monthly intervals. At the beginning of the study 62.3% of the children presented anemia. After 6 months, this percentage had decreased to 41.8% and at the end of one year to 26.4%. The greatest decreases occurred in the groups comprising the subjects who were of 12 to 23 months of age and those under one year of age. Among the children who presented initial

  18. Estudo de indicadores de prescrição, Interações medicamentosas e Classificação de risco ao feto em prescrições de gestantes da cidade de Mirassol – São Paulo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Antônia da Cruz Furini

    2009-12-01

    Full Text Available O uso racional de medicamentos é indispensável para garantir a qualidade e eficácia de um tratamento medicamentoso. Diante disto, a utilização de medicamentos durante a gestação deve ser analisada e acompanhada minuciosamente para minimizar os riscos e possíveis conseqüências ao feto e à gestante. Foram analisadas 100 receitas medicamentosas para gestantes, internadas no Hospital e Maternidade Mãe do Divino Amor na Providência de Deus do município de Mirassol, SP, utilizando os indicadores de prescrição propostos pela OMS, análise de interação medicamentosa por programas informatizados e pela literatura, classificação dos medicamentos encontrados segundo a classificação da segurança do fármaco durante a gravidez prescrita pelo Food and Drug Administration (FDA a Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (RENAME e a Classificação Anatomical Therapeutic Chemical (ATC. Na análise dos indicadores de prescrição, nas 100 receitas avaliadas, encontrou-se a média de 2,6 medicamentos por prescrição; 21,5% de medicamentos prescritos pelo nome genérico; 40% delas contendo antibiótico; 59,4% com pelo menos um medicamento injetável e 58 % de medicamentos prescritos, presentes na Lista de Medicamentos Padronizados. Quanto à análise de interações medicamentosas, observa-se a prescrição do antibiótico cefalexina com o antiinflamatório cetoprofeno. Portanto, considerando-se os resultados obtidos no estudo e na revisão da literatura, sugerese que as prescrições de medicamentos neste hospital para gestantes sejam melhor avaliadas segundo riscobenefício, visando à minimização dos efeitos adversos desnecessários, tanto maternos como fetais. Palavras-Chave: Indicadores. Prescrição. Gestantes. Medicamentos.

  19. Anemia ferropriva em crianças de 6 a 12 meses atendidas na rede pública de saúde do município de Viçosa, Minas Gerais Iron deficiency anemia in 6 to 12-month-old infants attended at the public health service of Viçosa, Minas Gerais, Brazil

    OpenAIRE

    Danielle Góes da SILVA; Sylvia do Carmo Castro FRANCESCHINI; Silvia Eloiza PRIORE; Sônia Machado Rocha RIBEIRO; Sophia Cornbluth SZARFARC; Sônia Buongermino SOUZA; Laerte Pereira ALMEIDA; Nerilda Martins Miranda de LIMA; Úrsula Comastri de Castro MAFFIA

    2002-01-01

    Este estudo teve como objetivos verificar a prevalência de anemia em lactentes de 6 a 12 meses atendidos na rede pública de saúde do município de Viçosa, MG e analisar alguns possíveis fatores de risco. As informações foram obtidas através de questionário aplicado aos responsáveis pela criança e através da verificação de medidas antropométricas e da dosagem de hemoglobina por hemoglobinômetro portátil. No diagnóstico de anemia, utilizou-se o ponto de corte de 11 g/dL. A prevalência de anemia ...

  20. Controle da anemia ferropriva em pré-escolares por meio da fortificação de alimento com concentrado de Hemoglobina Bovina (estudo preliminar Iron deficiency anemia control in pre-school children by food fortification with Bovine Hemoglobin (preliminary study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nadir N. Nogueira

    1992-12-01

    Full Text Available O efeito da introdução de biscoitos fortificados com ferro hemínico no estado de nutrição de ferro de pré-escolares foi avaliado em um estudo piloto que inclui 16 crianças, com idade entre 2 e 4 anos, de uma creche pública do estado do Piauí. A fonte de ferro utilizada foi o sangue bovino seco pelo processo de leito de jorro, uma alternativa para a secagem em spray, adaptada para a secagem de sangue. À primeira tomada de amostra, detectou-se anemia (Hb The effect of hemoglobin-fortified cookies on hemoglobin (Hb levels of 16 children (2 to 4 years of age were evaluated The children were attending a day nursery managed under the Social Welfare Service of the State of Piauí (northeast Brazil. All children were iron deficient according to the average transferrin saturation of 7.1 + 3,7 %, and 12 (75% of them were anemic (Hb < 11 g/dL. The average Hb concentration was 9.4 + 2,6 g/dL. Cookies fortified with 3% bovine concentrate (dried by the sponted bed technique were offered to the children over the course of 90 days (5 cookies (4mg Fe/child/d, with total iron intake of approximately 8 mg Fe/d. After the experimental period the levels of Hb in all children had risen to levels above 11.0 g/dL (average 13,2 + 0,2 g/dL. The results demonstrate the possibility of using dried Hb concentrate in food-fortification programs aimed at meeting daily iron requirements for pre-school and school children in Brazil.

  1. Níveis de cálcio sérico em porcas gestantes e em trabalho de parto - DOI: 10.4025/actascianimsci.v27i3.1210 Serum calcium levels in gestation and in farrowing labor time sows - DOI: 10.4025/actascianimsci.v27i3.1210

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Alexandre Filho

    2005-03-01

    Full Text Available O trabalho propõe estabelecer os níveis séricos de cálcio total, iônico e albumina para porcas gestantes e lactentes e correlacionar esses dados com índices reprodutivos. Foram utilizadas 50 porcas. O sangue foi colhido por venopunção da cava anterior, aos 60 dias de gestação e no parto. As porcas em gestação e as parturientes apresentaram níveis médios de cálcio total de 9,71±1,21 mg/dL e 10,09±2,17 mg/dL, cálcio iônico de 3,78±0,83 mg/dL e 3,28±0,65 mg/dL e albumina de 2,8±0,4 g/dL e 2,9±0,5 g/dL, respectivamente. Observou-se hipocalcemia em 16% das porcas parturientes. A duração média do parto foi de 164 minutos. O intervalo médio de nascimento de leitões foi de 16 minutos e o número de natimortos foi, em média, de 0,88. A calcemia não demonstrou correlação com os índices reprodutivos. Não se observaram diferenças estatísticas entre os níveis de cálcio total, iônico e albumina entre as porcas gestantes e parturientesThe aim of this work is to establish the serum levels of total, ionic and albumin calcium for gestation and lactating sows and to study the correlation between these data and reproductive indices. Fifty sows were used. The blood was taken at 60 days on gestation sows and at the farrowing moment, from the front cava venipuncture. The total, ionic and albumin calcium estimated for gestation and in farrowing sows was 9.71±1.21 mg/dL and 10.09±2.17 mg/dL, 3.78±0.83 mg/dL and 3.28±0.65 mg/dL, 2.8±0.4 g/dL and 2.9±0.5 g/dL, respectively. Hypocalcemia was observed in 16% of in farrowing labor sows. The average time for farrowing was 164 minutes. The average interval of piglets’ birth was 16 minutes and 0.88 was the observed stillbirth number. The correlation between the low levels of calcium and the reproductive indices were not observed. Statistic differences were not observed between the total, ionic and albumin levels of calcium for gestation and in farrowing labor sows

  2. Conduta anestésica em cesariana em gestante com aneurisma intracraniano não roto Conducta anestésica en cesárea en embarazada con aneurisma cerebral íntegro Anesthetic conduct in cesarean section in a parturient with unruptured intracranial aneurysm

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana de Souza Cota Carvalho

    2009-12-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O manuseio anestésico para cesariana programada em gestante com aneurisma intracraniano não roto é particularmente interessante, pois apresenta diversas particularidades relacionadas às alterações fisiológicas da gestação acrescida dos riscos de ruptura do aneurisma durante o procedimento anestésico. A literatura é escassa nesse assunto, sendo assim importante a divulgação dos casos. RELATO DO CASO: Gestante de termo, 31 anos, com aneurisma intracraniano não roto submetida à cesariana programada sob anestesia peridural simples. O procedimento evoluiu sem intercorrências para mãe e filho. CONCLUSÕES: Recomendações baseadas em evidências para anestesia obstétrica em pacientes portadoras de aneurisma intracraniano não roto não existem. Não há dados experimentais ou clínicos que confirmem ou refutem anestesia geral ou regional nesse contexto. Dessa forma, a decisão de qual técnica utilizar deve ser feita com bases individuais, ponderando os riscos e benefícios de cada procedimento e a experiência do profissional que irá conduzi-la.JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: El manejo anestésico para la cesárea programada en embarazada con aneurisma cerebral íntegro es particularmente interesante, porque presenta diversas particularidades relacionadas con las alteraciones fisiológicas del embarazo y por añadidura, con los riesgos de ruptura del aneurisma durante el procedimiento anestésico. La literatura es parca en ese asunto, siendo muy importante la divulgación de los casos. RELATO DEL CASO: Embarazada de término, 31 años, con aneurisma cerebral no roto y sometida a la cesárea programada bajo anestesia epidural simple. El procedimiento evolucionó sin intercurrencias para la madre y el hijo. CONCLUSIONES: No existen recomendaciones basadas en evidencias, para la anestesia obstétrica en pacientes portadoras de aneurisma cerebral no roto. No hay datos experimentales o clínicos que confirmen o que

  3. Estimativa da prevalência de HIV em gestantes por análise espacial, Porto Alegre, RS Estimate of HIV prevalence in pregnant women by means of spatial analysis in Southern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Christovam Barcellos

    2006-10-01

    Full Text Available Por meio de técnicas de análise espacial foram estimados os diferenciais intra-urbanos da prevalência de HIV entre gestantes no município de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. As estimativas foram obtidas por meio da suavização espacial dos pontos referentes às residências de nascidos vivos e gestantes HIV positivas para o ano de 2003. Foi identificada a sobreposição de áreas de alta prevalência com favelas da cidade, o que ratifica o processo de pauperização da Aids e aponta locais onde estratégias de atenção primária e educação devem ser reforçadas.Spatial analysis techniques were used to estimate the interurban differential HIV prevalence among pregnant women in the city of Porto Alegre, Southern Brazil. The estimates were produced through the spatial smoothing of residence pinpoints with live newborns and HIV infected pregnant women for the year of 2003. The overlay of high prevalence areas in city slums was identified. This finding confirms the intensification of AIDS epidemic among poor urban populations, and indicates areas where basic care and educational strategies should be reinforced.

  4. A anemia nutricional entre gestantes atendidas em centros de saúde do Estado de São Paulo (Brasil Nutritional anaemia in pregnant women attending health centers in S. Paulo State (Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sophia Cornbluth Szarfarc

    1985-10-01

    Full Text Available Com o objetivo de estimar a prevalência de anemia entre a clientela do Programa de Atendimento à Gestante (PAG, da Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo (Brasil, e de analisar o item referente à suplementação de ferro, do mesmo programa, estudaram-se os prontuários de 4.539 gestantes, matriculadas nos PAGs de 15 Centros de Saúde (CS, escolhidos através de amostragem, probabilística. Observou-se anemia (hemoglobina - Hb - In order to estimate the prevalence of anaemia among pregnant women receiving attention at the "Program of Attention to Pregnant Women" (PAG of the Secretariat of Health of the State of S. Paulo, and also with a view to analysing the item of PAG referring to iron supplementation, a probabilist sample of 4539, drawn from 15 Health Centers (HC, was studied. Anaemia was observed in 35.1% of the women (Hb < 11.0 g/dl, suggesting that iron deficiency is a considerable public health problem for the sample population. Based on these results the introduction of Hb determination as part of the "PAG" routine is suggested. Results should be related to gestational age. It is also suggested that, in some HC, efficiency of iron supplementation be evaluated.

  5. Valores séricos de imunoglobulinas e dos componentes do complemento em gestantes com ruptura prematura de membranas Immunoglobulin serum values and complement components in pregnant women with premature rupture of the membranes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valquíria Roveran

    2007-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: a ruptura prematura de membranas (RPM tem sido motivo para muitas indagações, dentre as quais os mecanismos imunes envolvidos. Diante da escassez de estudos relacionados ao tema, este trabalho teve como objetivo avaliar os valores séricos de imunoglobulina A (IgA, imnoglobulina G (IgG, imunoglobulina M (IgM, C3 e C4 em gestantes com RPM. MÉTODOS: neste estudo transversal, foram incluídas 36 mulheres grávidas, com idade gestacional entre 23 e 37 semanas. Deste total, 15 mulheres tiveram diagnóstico laboratorial e clínico de RPM. Foram excluídas as pacientes com início do trabalho de parto, sinais clínicos de infecção ou disfunções clínicas com repercussão sistêmica. Concentrações séricas de IgA, IgM e IgG, C3 e C4 foram avaliadas nas pacientes com (grupo de estudo e sem RPM (grupo controle. A correlação entre as dosagens, o número de partos e o tempo de ruptura foi determinada pelo coeficiente de correlação de Spearman (valor de r. RESULTADOS: os níveis séricos de IgA (média±DP foram significativamente mais altos nas pacientes do grupo controle do que nas pacientes do grupo de estudo (271,0±107,0 versus 202,9±66,1, respectivamente; p=0,024. Não houve diferença estatística quando os níveis de IgM, IgG, C3 e C4 foram comparados entre os grupos. Não foi notada associação significativa entre o número de partos e as dosagens de IgA, IgM, IgG, C3 e C4 (r entre -0,009 e 0,027; p>0,05. O tempo de ruptura médio das pacientes do grupo de estudo foi de 19,1 horas (uma a 72 horas, sem nenhuma associação com as dosagens séricas avaliadas. CONCLUSÕES: mulheres grávidas com RPM apresentam níveis de IgA significativamente mais baixos do que as pacientes grávidas normais. A variável "número de partos" não atua como um fator de confusão na análise comparativa das dosagens obtidas em pacientes com ou sem RPM, assim como também não houve associação entre o tempo de ruptura e as dosagens séricas de

  6. Prevalência da colonização vaginal e anorretal por estreptococo do grupo B em gestantes do terceiro trimestre Prevalence of vaginal and anorectal colonization by group B streptococcus in pregnant women in the last three months of gestation

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cláudio Beraldo

    2004-08-01

    Full Text Available OBJETIVOS: estudar a prevalência da colonização por estreptococo do grupo B em gestantes do terceiro trimestre, atendidas em um hospital regional, e avaliar a associação da colonização com as variáveis maternas demográficas e clínicas. MÉTODOS: no período de 8 de outubro de 2002 a 26 de março de 2003, foi realizado um estudo transversal (de prevalência com 309 gestantes no terceiro trimestre. Amostras de secreção vaginal e anorretal foram coletadas e testadas para identificação presuntiva do estreptococo do grupo B. Foram incluídas as gestantes com gestação maior ou igual a 36 semanas datadas por ultra-sonografia e excluídas as que se recusaram a participar, as em uso de antibioticoterapia e as que haviam sido submetidas a exame ginecológico pelo período mínimo de 24 horas antes da coleta. As gestantes foram caracterizadas por variáveis demográficas (raça, idade, grau de escolaridade, renda familiar e número de gestações e clínicas (idade gestacional, ocorrência de infecção urinária durante a gestação atual, ruptura prematura de membranas e tempo de bolsa rota, febre materna intraparto, corioamnionite, líquido amniótico com mecônio, via de parto utilizada, febre materna pós-parto e endometrite. RESULTADOS: das gestantes, 46 estavam colonizadas pelo estreptococo do grupo B, sendo que 26 (56,5% tiveram a cultura vaginal positiva, 8 (17,4% a cultura anorretal positiva e 12 (26,5% tiveram tanto a cultura vaginal como a retal positivas. Nenhuma das variáveis analisadas neste estudo foi estatisticamente significativa quanto à colonização pelo estreptococo do grupo B. Os resultados obtidos foram submetidos à análise bivariada pelo teste do chi2 e teste exato de Fisher quando apropriado. CONCLUSÃO: a taxa de prevalência da colonização vaginal e anorretal pelo estreptococo do grupo B em gestantes no terceiro trimestre, foi de 14,9%. Não houve associação entre fatores de risco (primigestação, idade

  7. Incidência de transmissão vertical do HIV entre gestantes soropositivas cadastradas em um serviço de referência regional Incidence of HIV vertical transmission among HIV-positive pregnant women treated at a regional reference service

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cássio de Pádua Souza

    2016-04-01

    Full Text Available Objetivo: Levantar e caracterizar a incidência de transmissão vertical do HIV, no período de 2004 a 2013, entre gestantes acompanhadas por serviço de referência em DST, HIV/Aids e Hepatites Virais no interior de Minas Gerais. Método: Estudo quantitativo descritivo. Os dados foram obtidos em prontuários de mulheres soropositivas para o HIV. Para análise, utilizou-se a estatística descritiva simples. Aprovado pela Comissão de Ética em pesquisa da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP, com CAAE: 28399314.8.0000.5112. Resultados: Das 33 gestações acompanhadas no serviço, 60,6% (20 conheciam o diagnóstico antes da gravidez e 39,4% (13 o obtiveram durante o pré-natal. No primeiro grupo não houve transmissão vertical, enquanto que no segundo houve um caso, 8%. Conclusão: Recomenda-se realização de teste ainda no primeiro trimestre gestacional, pois o diagnóstico tardio dificulta a profilaxia. Descritores: Transmissão vertical de doença infecciosa, HIV, Prevenção de doenças transmissíveis, Serviços de saúde materno-infantil.

  8. Anemia e nível de hemoglobina em gestantes de Cuiabá, Mato Grosso, Brasil, antes e após a fortificação compulsória de farinhas com ferro e ácido fólico, 2003-2006

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Paula Sayuri Sato

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar a prevalência de anemia e níveis de hemoglobina de gestantes, antes e após a fortificação compulsória de farinhas com ferro, e os fatores associados. MÉTODOS: foram comparadas duas amostras transversais independentes de gestantes de Cuiabá-MT, Brasil (2003 a 2006, alocadas em dois grupos - não fortificado (n=414 e fortificado (n=539; realizou-se análise de regressão logística e linear, com nível de significância de 5%. RESULTADOS: não houve diferença entre os grupos não fortificado e fortificado, na prevalência de anemia (22,2% e 27,8%, respectivamente; p=0,051 e no nível de hemoglobina (ambos com média de 11,7g/dL; p=0,058; maior prevalência de anemia e menor média de hemoglobina associaram-se com maior número de gestações anteriores, maior idade gestacional e baixo peso no início da gestação. CONCLUSÕES: não se encontrou efeito significativo da fortificação compulsória de farinhas, embora a avaliação da gestação indique alta prevalência de anemia e variáveis importantes a serem consideradas.

  9. Anemia em gestantes de municípios das regiões Sul e Centro-Oeste do Brasil Anemia en mujeres enbarazadas de ciudades de regiones Sur y Centro-Oeste de Brasil Anemia in pregnant women from two cities in the South and Mid-West Regions of Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elizabeth Fujimori

    2009-12-01

    Full Text Available Objetivou-se analisar a distribuição da anemia em gestantes da rede básica de saúde de dois municípios, na região Sul e Centro-Oeste do Brasil. Estudo transversal retrospectivo e descritivo desenvolvido a partir de dados de prontuários de 954 e 781 gestantes em Cuiabá-MT e Maringá-PR, respectivamente. Coletaram-se dados de caracterização sociodemográfica, de pré-natal e indicadores sociais. Foram consideradas anêmicas, as mulheres com hemoglobina inferior a 11g/dL. A desigualdade social existente entre os municípios foi evidente. Gestantes atendidas em Cuiabá-MT apresentavam características sociodemográficas significativamente mais precárias. A prevalência de anemia era significativamente maior e valores médios de hemoglobina menores em Cuiabá-MT, independentemente da idade gestacional. Encontrou-se associação dos níveis de hemoglobina com a idade, situação conjugal, número de gestações anteriores, estado nutricional e trimestre gestacional. As diferenças regionais na ocorrência da anemia gestacional são socialmente determinadas, o que deve ser considerado nas propostas de intervenção em saúde coletiva.Se analizó la distribución de anemia en mujeres embarazadas asistidas en servicios básicos de salud de dos ciudades de las regiones Sur y Centro-Oeste de Brasil. Estudio transversal retrospectivo y descriptivo. Se usó datos de registros médicos de 954 y 781 embarazadas de Cuiabá-MT y Maringá-PR, respectivamente. Se recopilaron datos sobre características sociodemográficas, atención prenatal e indicadores sociales. Hemoglobina-HbWe aimed to analyze anemia distribution in pregnant women who were attending health services in two cities in the South and Mid-West Regions in Brazil. This is a retrospective cross-sectional study developed from 954 and 781 medical records data in Cuiabá-MT and Maringá-PR. We collected data of social and demographic features as well as pre-natal care. Women who presented

  10. Perfil clínico e epidemiológico de gestantes infectadas pelo HIV em um serviço do sul do Brasil Clinical and epidemiological profile of HIV-infected pregnant women in a service in south Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristine Kolling Konopka

    2010-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: analisar o perfil clínico e epidemiológico, o desfecho da gestação e a transmissão vertical de gestantes infectadas pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV atendidas no pré-natal do Hospital Universitário de Santa Maria (HUSM. MÉTODOS: foi realizado um estudo prospectivo na população de 139 gestantes portadoras do vírus HIV que foram atendidas no Ambulatório de Pré-natal de Alto Risco do HUSM durante o período de agosto de 2002 a agosto de 2007, e que tiveram pelo menos duas consultas de pré-natal neste serviço. A coleta de dados foi efetuada por meio de entrevista e preenchimento do protocolo de pesquisa durante a consulta de pré-natal. O protocolo era mantido anexado ao prontuário da paciente e mantido até o desfecho da gestação. Realizou-se análise descritiva das variáveis quantitativas utilizando-se o programa SPSS versão 15.0. RESULTADOS: dentre as 139 gestantes, a média de idade foi de 25,6 anos (±5,8, 79 (56,8% eram brancas, 81 (58,5% eram casadas ou viviam em união estável e 90 (65,0% tinham menos de oito anos de escolaridade. Cinquenta e um por cento das gestantes já tinham dois ou mais filhos, apresentando número de filhos superior à média estadual. O diagnóstico da infecção foi realizado em gestação atual ou anterior em mais de 70,0% das vezes. Houve exposição sexual em 97,7% e, destas, o parceiro era sabidamente infectado em 59,6%. No período, dos casos adequadamente acompanhados, apenas um recém-nascido (0,7% contraiu a infecção pelo HIV. CONCLUSÕES: mulheres jovens em situação socioeconômica de vulnerabilidade, com baixa escolaridade e multíparas constituem a maioria da população de gestantes HIV-positivo atendidas no serviço. Avaliações realizadas durante o pré-natal foram relevantes para o diagnóstico da infecção na maioria dos casos. O diagnóstico precoce, associado ao adequado acompanhamento clínico, obstétrico, psicológico e cuidados de enfermagem, s

  11. Prevalência de colonização por Streptococcus agalactiae em gestantes atendidas em maternidade do Ceará, no Brasil, correlacionando com os resultados perinatais Prevalence of the colonization by Streptococcus agalactiae in pregnant women from a maternity in Ceará, Brazil, correlating with perinatal outcomes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Juvenal Linhares

    2011-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a prevalência de Streptococcus agalactiae, um estreptococo do Grupo B, em gestantes e seus possíveis fatores de risco, bem como o impacto perinatal e a suscetibilidade antimicrobiana das colonizadas. MÉTODOS: Foram avaliadas 213 gestantes a partir de 20 semanas de gestação, independente dos fatores de risco, atendidas em um hospital-escola terciário da zona Norte do Estado de Ceará, no Brasil. O cálculo do tamanho amostral ocorreu por conveniência. Foi utilizada técnica do swab estéril único para coleta de secreção das regiões vaginal e perianal. As amostras recém-obtidas eram armazenadas em meio de transporte Stuart e, no laboratório, inoculadas em meio seletivo Todd-Hewitt adicionado de gentamicina (8 ug/mL e ácido nalidíxico (15 ug/mL, com posterior subcultivo em placas em ágar-sangue. Nos materiais eram realizados teste de Gram, catalase com peróxido de oxigênio e CAMP (Christie, Atkins, Munch-Petersen, sendo confirmados sorologicamente com Streptococcal Grouping Kit, Oxoid®. As positivas foram submetidas a testes de suscetibilidade antimicrobiana. Foram também avaliadas variáveis socioeconômicas, reprodutivas, clínico-obstétricas e neonatais. Os dados foram analisados utilizando o programa Epi-Info 6.04. RESULTADOS: A prevalência de colonização encontrada foi de 9,8% pelo teste de CAMP, embora apenas 4,2% pelo sorológico. O único fator de proteção observado foi cor da pele branca (p=0,01, 0.45>OR>0.94, IC95%. Não foi observada diferença de prevalência do estreptococo do Grupo B com outras variáveis reprodutivas ou obstétricas. Ocorreu infecção em apenas um dos recém-nascidos de mães colonizadas, entretanto revelou-se infecção por Pseudomonas spp. Foi encontrada resistência para ampicilina (4/9 e cefalotina (4/9, penicilina (4/9 casos, eritromicina (3/9, clindamicina (7/9 e cloranfenicol (1/9. CONCLUSÕES: A taxa de infecção foi inferior à encontrada em outros estudos

  12. Corrimento vaginal referido entre gestantes em localidade urbana no Sul do Brasil: prevalência e fatores associados Self-reported vaginal discharge among pregnant women in an urban area in Southern Brazil: prevalence and associated factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tânia M. V. da Fonseca

    2008-03-01

    Full Text Available Por intermédio de delineamento transversal, buscou-se determinar a prevalência e identificar fatores associados à ocorrência de corrimento vaginal referido entre gestantes da cidade de Rio Grande, Rio Grande do Sul, Brasil. Utilizando-se de questionário padrão, foram investigadas características sócio-econômicas, demográficas, reprodutivas, condições de moradia, assistência recebida e ocorrência de corrimento vaginal referido entre estas gestantes. Para as comparações entre proporções utilizou-se teste do qui-quadrado e para análise multivariada regressão de Poisson. Dentre as 339 gestantes estudadas, 51,6% referiram corrimento vaginal na gestação. As seguintes variáveis mostraram-se significativamente associadas à ocorrência de corrimento vaginal referido: idade (razão de prevalências: RP= 1,49, estado civil (RP = 1,31, ocorrência de infecção urinária (RP = 1,56, hiperglicemia na gestação atual (RP = 1,48, uso de dispositivo intra-uterino (RP = 2,35, ocorrência prévia de parto prematuro (RP = 1,37 e utilização de anticoncepcional oral como fator de proteção (RP = 0,79. Este estudo mostrou prevalência elevada de corrimento vaginal referido entre as gestantes estudadas e permitiu identificar aquelas com maior risco de adoecer por esta causa, o que pode contribuir para a adoção de medidas preventivas.The purpose of this study was to determine the prevalence and risk factors associated with self-reported vaginal discharge among pregnant women in the city of Rio Grande, South Brazil. Using a cross-sectional design, a standard interview was applied to pregnant women at home by previously trained interviewers, covering the following: demographic, reproductive, and socioeconomic data, household conditions, health care, and illnesses during pregnancy, including vaginal discharge. The chi-square test was used to compare proportions, and Poisson regression was used in the multivariate analysis. Among the 339

  13. Avaliação do conhecimento de adolescentes gestantes sobre saúde bucal do bebê

    OpenAIRE

    Marín, Constanza; Pereira, Cibele Cristina; Koneski, Kelin; Andrades, Kesly Mary Ribeiro; Miguel, Luiz Carlos Machado; Ávila, Lúcia Fátima de Castro

    2016-01-01

    Objetivo: Verificar o conhecimento de adolescentes gestantes sobre saúde bucal dos bebês. Materiais e Métodos: Foram entrevistadas 80 adolescentes gestantes (13 -18 anos) que realizaram consultas pré-nataisna cidade de Joinville SC, no período de Setembro/2011 até Junho/2012. Os dados obtidos foram analisados para a obtenção dos resultados em forma de estatística descritiva. Aplicou-se o teste do qui-quadrado comsignificância s p

  14. Estudo comparativo de indicadores bioquímicos de concentração de ferro, em duas populações de gestantes, com e sem atendimento pré-natal A comparative study of biochemical indicators of iron concentration in two groups of pregnant women, with and without pre-natal care

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sophia Cornbluth Szarfarc

    1982-02-01

    Full Text Available Foi avaliada a influência da quantidade do atendimento pré-natal na deficiência de ferro entre gestantes com 36 e mais semanas de gravidez, em comparação com um grupo padrão. A amostra foi distribuída em 3 grupos: GP - com pré-natal de "acreditação" satisfatória (grupo padrão; CPN com pré-natal, de diferentes qualidades; SPN - sem pré-natal. Os resultados obtidos para hemoglobina mostraram que no grupo padrão (GP a prevalência e severidade de anemia são significativamente menores do que no grupo com pré-natal (CPN e este do que no sem pré-natal (SPN. Os resultados obtidos na relação hemoglobina/hematócrito, ferro sérico e capacidade total de ligação de ferro apresentaram o GP em situação significativamente melhor do que os grupos CPN e SPN que não foram estatisticamente diferentes entre si. Chamou-se a atenção para a necessidade de aumento de cobertura e uniformização na qualidade dos serviços de pré-natal, com o objetivo de diminuir a prevalência de deficiência de ferro entre gestantes.The influence of the amount of pre-natal care on the prevalence of iron-deficiency among women, 36 weeks or more pregnant, was assessed. The sample population was divided into three groups: the Standard Group (GP - with adequate assistance of the pre-natal care services from the first trimester of pregnancy onwards; those who received pre-natal assistance, but of varying adequacy and begun at different gestational ages (CPN; and those who received no pre-natal assistance at all (SPN. The results obtained from hemoglobin analysis showed that prevalence and severity of anemia increases significantly from the GP to the SPN. The analysis of the mean corpuscular hemoglobin concentration, serum iron and transferrin saturation showed no statistically significant differences between groups CPN and SPN; the GP showed better results when compared to the other two. Attention is called to the necessity of pre-natal care and the

  15. Perspectiva de alimentação infantil obtida com gestantes atendidas em centros de saúde na cidade de São Paulo Infant feeding expectations according to the pregnant women seen at the healthcare center in the city of São Paulo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sueli Aparecida Moreira Takushi

    2006-03-01

    Full Text Available OBJETIVOS: conhecer a dieta infantil pretendida por gestantes para o primeiro ano de vida. MÉTODOS: estudo transversal cujos dados foram obtidos em formulário estruturado, aplicado durante entrevista individual com 164 gestantes, usuárias da Assistência pré-natal, de centros de saúde da cidade de São Paulo. Para análise estatística foi aplicado teste do chi2 para verificar associação entre idade, escolaridade, paridade e conhecimento de variedade de frutas, legumes, verduras e carnes. RESULTADOS: todas as mulheres conheciam pelo menos uma variedade de fruta e de legume, enquanto que 20% delas não pretendiam introduzir verduras. Não foram obtidos resultados estatisticamente significantes entre idade, escolaridade, paridade e conhecimento de variedade de frutas e de legumes. Foram obtidos resultados estatisticamente significantes entre idade, paridade e conhecimento de variedade de verduras e de carnes. Os alimentos mais rejeitados, na intenção materna, foram o peixe (85,4% e o fígado (82,3%. Foram constatados mitos em relação ao teor de ferro de alimentos. CONCLUSÕES: a intenção de oferecer alimentos à criança em idade inferior ao sexto mês de vida foi freqüente. Reafirma-se a importância de se discutir a transição alimentar infantil durante a assistência prestada à mulher.OBJECTIVES: to obtain information from pregnant women on how they planned to feed their infants during the first year of life. METHODS: cross sectional study of the data obtained through structured questionnaires, filled by means of individual interviews with 164 pregnant women assisted by prenatal clinics in Outpatient Centers in the city of São Paulo. Statistical Chi- Square test was used to determine association between age, school level, parity and knowledge on the variety of fruits, vegetables and meats available. RESULTS: all women knew at least one type of fruit and vegetable while 20% of the women did not intend to offer vegetables

  16. "Flashes" de como as gestantes percebem a assistência pré-natal em um hospital universitário "Flashes" de cómo las embarazadas perciben la asistencia pre-natal en un hospital universitario Flashes of how pregnants perceive pre-natal care in a university hospital

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sonia Silva Marcon

    1997-10-01

    Full Text Available Este artigo foi extraído de um estudo desenvolvido com o objetivo de compreender e caracterizar a assistência pré-natal prestada à gestante no ambulatório de um hospital universitário (MARCON, 1990. Trata-se de um estudo qualitativo que adotou como linha metodológica básica a etnografia, mais especificamente a minietnografia, e como método de coleta de dados a observação-participante. Os resultados demonstraram que, ao se relacionarem com profissionais de saúde, as gestantes filtram informações ao mesmo tempo em que se apresentam como clientes não-participativas, uma vez que não questionam a assistência que lhes é prestada, mesmo quando esta não atende às suas expectativas. Além disso, apesar de as mulheres considerarem que a assistência prestada no serviço em estudo é melhor do que a prestada em outros serviços, ela não consegue, segundo as próprias gestantes, atender às suas expectativas e necessidades reais. De forma geral, elas gostariam de receber mais orientações e uma assistência menos impessoal. Os motivos que as levam a não gostar muito da assistência estão relacionados principalmente com a rotatividade dos alunos.Este artículo fue extraído de un estudio desarrollado con el objetivo de comprender y caracterizar la asistencia pre-natal dada a la embarazada en el ambulatório de un hospital universitário (MARCON, 1990. Se trata de un estudio cualitativo que adoptó como línea metodológica básica la Etnografía, más específicamente, la Minietnografía y como método de colecta de datos la Observación-Participante. Los resultados demuenstran que, cuando se relacionan con profesionales de la salud, las embarazadas filtran informaciones, al mismo tiempo que se presentan como una cliente no participativa, una vez que no cuestionan la asistencia que le es dada, inclusive cuando ésta no atiende sus expectativas. Por otro lado, apesar que las mujeres consideran que la asitencia recibida en el local de

  17. Triagem pré-natal para toxoplasmose e fatores associados à soropositividade de gestantes em Goiânia, Goiás Prenatal screening for toxoplasmosis and factors associated with seropositivity of pregnant women in Goiânia, Goiás

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Lucia Sartori

    2011-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: estimar a prevalência e identificar fatores associados à soropositividade pelo Toxoplasma gondii em gestantes. MÉTODOS: estudo de corte transversal retrospectivo, a partir dos registros de mulheres triadas para toxoplasmose pelo Programa de Proteção à Gestante, em 2008, residentes em Goiânia (GO. Esses registros foram vinculados aos do banco de dados do Sistema Nacional de Informações sobre Nascidos Vivos do Estado de Goiás. O processo de vinculação ocorreu em três etapas, sendo pareados 10.316 registros para análise dentre os 12.846 registros iniciais. Nesse processo foram consideradas as variáveis: nome da mulher, idade, data de nascimento, data provável do parto, data de nascimento do recém-nascido e dados referentes ao domicílio. Os anticorpos anti-Toxoplasma gondii foram detectados em amostras de sangue seco coletadas em papel filtro por meio dos testes Q-Preven Toxo para IgG e IgM. O teste do χ2 e χ2 para tendência foram utilizados para análise dos dados, e o odds ratio (OR para estimar a chance de associação entre variáveis de exposição e desfecho. RESULTADOS: a prevalência da infecção foi de 67,7%, e 0,7% apresentou anticorpos anti-Toxoplasma gondii IgM e IgG reagentes. Dessas, apenas três não se submeteram ao teste confirmatório em sangue venoso. A mediana do intervalo entre o screening e a nova coleta de sangue venoso foi de 12,5, e entre o screening e o teste confirmatório e de avidez, 20 dias. As variáveis associadas à exposição foram: faixa etária de 20-30 anos, OR=1,6, e >31 anos, OR=1,8; cor da pele parda, OR=1,4, e preta, OR=1,6; e escolaridade de 8-11 anos, OR=0,7, e >12 anos de estudo, OR=0,6. CONCLUSÃO: estimou-se elevada prevalência da infecção entre gestantes. Os fatores associados encontrados devem ser considerados durante o acompanhamento pré-natal, juntamente com ações educativas para a prevenção da infecção e vigilância do status sorológico de gestantes

  18. Impacto de um programa de orientação dietética sobre a velocidade de ganho de peso de gestantes atendidas em unidades de saúde Impact of a dietary counseling program on the gain weight speed of pregnant women attended in a primary care service

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Regina Vítolo

    2011-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar o impacto das orientações alimentares sobre o controle de ganho de peso entre gestantes atendidas em um serviço público de saúde. MÉTODOS: o estudo foi desenvolvido em uma unidade de saúde de referência localizada na região metropolitana da cidade de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, Brasil. Trezentos e quinze gestantes entre a 10ª e 29ª semana gestacional foram randomizadas entre Grupo Controle e Intervenção. O Grupo Intervenção recebeu orientações alimentares de acordo com o estado nutricional, e as gestantes do Grupo Controle permaneceram no atendimento de rotina. Foram realizadas medidas de peso e altura, e calculou-se o índice de massa corporal (IMC. O estado nutricional pré-gestacional foi determinado de acordo com os seguintes critérios de IMC: baixo peso (30 kg/m². O estado nutricional durante a gestação foi obtido de acordo a com a curva de IMC para idade gestacional adotada pelo Ministério da Saúde no Brasil. Para análise dos dados, utilizou-se o risco relativo e respectivo intervalo de confiança de 95% e os testes t de Student e χ2. Considerou-se significância estatística o valor de pPURPOSE: to evaluate the impact of dietary counseling on controlling weight gain in pregnant women, who were served in a public health service facility. METHODS: the study was conducted at a known health unit located in the metropolitan region of the city of Porto Alegre, in Rio Grande do Sul, Brazil. Three hundred and fifteen pregnant women between the 10th and 29th week of gestation were randomized to Control and Intervention Groups. The Intervention Group received dietary counseling according to nutritional status, and pregnant women in the Control Group were instructed to follow the routine of the health service facility. Weight and height were measured, and the body mass index (BMI was calculated. The pre-gestational nutritional status was determined according to the following BMI criteria: low weight

  19. Desfechos maternos e perinatais em gestantes bolivianas no município de São Paulo: um estudo transversal caso-controle Maternal and perinatal outcomes in Bolivian pregnant women in the city of São Paulo: a cross-sectional case-control study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nelson Sass

    2010-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar as características relativas ao atendimento de parturientes bolivianas e seus desfechos em um hospital do município de São Paulo. MÉTODOS: estudo transversal retrospectivo tipo caso-controle, entre dois grupos de gestantes, atendidas no período de 2003 a 2007. O Grupo Estudo incluiu 312 gestantes bolivianas e o Grupo Controle, 314 gestantes brasileiras. Os grupos foram comparados em relação às variáveis demográficas, à ocorrência de intercorrências maternas e às variáveis perinatais. A análise estatística foi feita com o uso do teste do χ2 e, quando necessário, foi aplicada a correção de Yates. RESULTADOS: comparado às parturientes brasileiras, o número de bolivianas que frequentaram o pré-natal foi menor (16,4 versus 5,1%; p PURPOSE: to evaluate the characteristics regarding care of Bolivian pregnant women and their outcomes in Hospital Municipal Vereador José Storopolli. METHODS: a cross-sectional retrospective case-control study comparing two groups of pregnant women from 2003 to 2007. The Study Group included 312 Bolivian pregnant women and the Control Group, 314 Brazilian women. The groups were compared with respect to demographic variables, the presence of maternal complications and perinatal outcomes. Statistical analysis was performed by χ2 test and, when necessary, by applying Yates' correction. RESULTS: compared to Brazilian mothers, a smaller number of Bolivian women received prenatal care (16.4 versus 5.1%, p<0.001 and among those that did, the percentage of those who had less than five visits was higher (50 versus 19.3%, p<0.001. Compared to the Brazilian group, the Bolivian group had fewer unwed mothers (12.1 versus 25.4%, p<0.001 and a lower number of nulliparous women (34.1 versus 43.6%, p=0.017. Congenital syphilis had a higher incidence in the Bolivian group (2.9 versus 0.5%, p<0.05, as well as a higher number of newborns classified as large for gestational age (14.6 versus 5.8%, p <0

  20. Toxoplasmose aguda: estudo da freqüência, taxa de transmissão vertical e relação entre os testes diagnósticos materno-fetais em gestantes em estado da Região Centro-Oeste do Brasil Acute toxoplasmosis: study of the frequency, vertical tansmission rate and the relationship between maternal-fetal diagnostic tests during pregnancy in a Central-Western state of Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ernesto Antonio Figueiró-Filho

    2005-08-01

    Full Text Available OBJETIVOS: estabelecer a freqüência da toxoplasmose aguda em gestantes, a taxa de transmissão vertical e o resultado perinatal dos fetos infectados. Objetivou-se, ainda, avaliar a relação entre os principais testes materno-fetais de diagnóstico da toxoplasmose durante a gestação, bem como a relação entre faixa etária e a infecção aguda pelo Toxoplasma gondii. MÉTODOS: estudo prospectivo longitudinal com 32.512 gestantes submetidas à triagem pré-natal pelo Programa de Proteção à Gestante de Mato Grosso do Sul, no período de novembro de 2002 a outubro de 2003. Utilizaram-se método ELISA (IgG e IgM e teste de avidez de anticorpos IgG para diagnóstico da toxoplasmose materna, e PCR no líquido amniótico, para diagnóstico da infecção fetal. A avaliação das variáveis foi feita pelas médias, ao passo que a correlação entre algumas variáveis foi avaliada pelo teste do c² e teste de Fisher bicaudado em tabelas de contingência de dupla entrada. RESULTADOS: encontrou-se freqüência de 0,42% para a infecção aguda pelo T. gondii na população de gestantes, sendo 92% delas expostas previamente à infecção e 8% suscetíveis. Nas gestantes com sorologia IgM reagente, a faixa etária variou de 14 a 39 anos, com média de 23±5,9 anos. Não houve relação significativa estatisticamente entre faixa etária e infecção materna aguda pelo T. gondii (p=0,73. Verificou-se taxa de transmissão vertical de 3,9%. Houve relação estatisticamente significativa (p=0,001 entre o teste de avidez (IgG baixo (60%. Houve associação significativa estatisticamente (p=0,001 entre infecção fetal (PCR em líquido amniótico e infecção neonatal. CONCLUSÕES: a freqüência da toxoplasmose aguda materna apresentou-se abaixo do observado em outras investigações no Brasil. Entretanto a taxa de transmissão vertical não foi discordante do encontrado em outros estudos. O teste de avidez dos anticorpos IgG, quando associado à idade

  1. Grupo de gestantes adolescentes: contribuições para o cuidado no pré-natal

    OpenAIRE

    Queiroz, Maria Veraci Oliveira; Menezes, Giselle Maria Duarte; Silva, Thaís Jormanna Pereira; Brasil, Eysler Gonçalves Maia; Silva, Raimunda Magalhães da

    2017-01-01

    RESUMO Objetivo Descrever as mudanças no cuidado de enfermagem no pré-natal após a implementação do grupo de gestantes adolescentes norteado pelas expectativas e experiências de adolescentes grávidas. Método Estudo qualitativo, descritivo realizado de fevereiro a novembro de 2013 em Unidade de Atenção Primária de Fortaleza, Ceará, Brasil, através de grupos focais com 16 adolescentes do grupo de gestantes da unidade que estavam no 2º ou 3º trimestre de gravidez. Na análise, abstraíram-se i...

  2. Degeneração cística maciça de leiomioma uterino em gestante simulando neoplasia ovariana: relato de caso Degenerating cystic uterine fibroid mimics an ovarian cyst in a pregnant patient: a case report

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arildo Corrêa Teixeira

    2008-08-01

    Full Text Available Os autores descrevem o caso de uma gestante encaminhada por apresentar massa anexial. A ultra-sonografia demonstrou volumosa lesão sólido-cística sugestiva de neoplasia ovariana. A ressonância magnética mostrou que a lesão era recoberta pela serosa uterina, sugerindo mioma degenerado. O correto diagnóstico das massas pélvicas na gestação é fundamental para o estabelecimento da terapêutica. A ressonância magnética traz importantes contribuições no diagnóstico dessas entidades.The authors describe the case of a pregnant woman referred to the institution to be evaluated for an adnexal mass. Ultrasonography showed a voluminous solid-cystic lesion suggestive of ovarian neoplasm. Magnetic resonance imaging demonstrated that the lesion was located within the uterine serosa, suggesting the presence of a degenerated leiomyoma. A correct diagnosis of pelvic masses in pregnancy is essential for the definition of a therapeutic approach. Magnetic resonance imaging represents a relevant tool in the diagnosis of these abnormalities.

  3. Escutando as mães HIV+ sobre o grupo de gestantes soropositivas para o vírus da imunodeficiência humana

    OpenAIRE

    Gisele Maria Inchauspe Preussler

    2005-01-01

    A feminização é uma das características atuais da epidemia da Aids e atinge principalmente mulheres em idade fértil, o que vem desencadeando um aumento de gestantes portadoras de HIV/Aids. O Serviço de Assistência Especializada em DST/Aids, que integro como enfermeira, vem desenvolvendo o Grupo de Gestantes Soropositivas para o HIV. Conhecer a opinião das mães HIV+ egressas desses grupos sobre esta atividade, tornou-se, então, o objetivo deste estudo. O interesse pelo tema surgiu da experiênc...

  4. Representações sociais de gestantes sobre saúde bucal

    OpenAIRE

    Finkler, Mirelle

    2003-01-01

    Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Odontologia. Partindo do pressuposto de que é necessário melhor entender para melhor agir, este estudo investigou os saberes de gestantes sobre saúde bucal, tendo como objetivo a compreensão das representações sociais (RS) que influenciam suas práticas, à luz da Teoria das Representações Sociais, proposta por Moscovici, em 1961. Os sujeitos desta pesquisa qualitativa f...

  5. Uso de misoprostol retal para indução do parto em gestantes com amniorrexe prematura: ensaio clínico fase II Use of rectal misoprostol for induction of labor in patients with premature rupture of membranes: a phase II clinical trial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisco Carlos Nogueira Arcanjo

    2003-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar se o misoprostol por via retal constitui método efetivo para indução do parto em gestantes com amniorrexe prematura a termo. MÉTODOS: realizou-se estudo piloto, incluindo 32 gestantes com amniorrexe prematura entre 36 e 41 semanas, feto vivo e único, em apresentação cefálica, escore de Bishop 18 horas receberam antibiótico (penicilina cristalina para profilaxia de infecção estreptocócica. Analisaram-se desfechos diversos como intervalo entre indução e início do trabalho de parto, entre indução e parto, incidência de taquissistolia, tipo de parto, incidência de corioamnionite e resultados neonatais. A análise estatística foi realizada no programa de domínio público Epi-Info 2002, calculando-se médias com os respectivos desvios-padrão, além de distribuições de freqüência. Realizou-se análise de sobrevivência para determinação do percentual de partos em função do tempo transcorrido (em horas desde a administração do primeiro comprimido. RESULTADOS: os intervalos (média ± desvio padrão entre indução e início das contrações e entre indução e parto foram de, respectivamente, 299,8±199,9 e 681±340,5 minutos. Observou-se freqüência de 9,4% de taquissistolia. Cerca de 72% das pacientes evoluíram para parto vaginal. Diagnosticou-se corioamnionite em 12,5% dos casos. As medianas dos escores de Apgar foram de 8 e 9 no primeiro e quinto minuto, respectivamente. Não houve nenhum caso de Apgar PURPOSE: to investigate whether rectally administered misoprostol is an effective method for induction of labor in patients with premature ruptured membranes at term. METHODS: a pilot trial was conducted, enrolling 32 women with alive, singleton, cephalic fetus and ruptured membranes between 36 and 41 weeks of pregnancy, with Bishop score 18 h received antibiotics (crystalline penicillin for prophylaxis of streptococcal infeccion. Outcomes included time from induction to labor and induction to

  6. Educação em saúde como estratégia de promoção de saúde bucal em gestantes Health education as a strategy for the promotion of oral health in the pregnancy period

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Deise Moreira Reis

    2010-01-01

    Full Text Available O objetivo desta revisão da literatura é discutir a importância da educação em saúde como estratégia de promoção de saúde bucal no período gestacional. Foram estudadas as manifestações bucais mais comuns na gestação, concluindo-se que, embora a gestação por si só não seja responsável por tais manifestações como, por exemplo, a cárie dentária e a doença periodontal, faz-se necessário o acompanhamento odontológico no pré-natal, considerando-se que as alterações hormonais da gravidez poderão agravar as afecções já instaladas. Destacou-se na promoção de saúde bucal na gestante a educação em saúde bucal, considerando-a parte importante do Programa de Atenção à Saúde da Mulher, conforme recomendado pelas atuais Diretrizes da Política Nacional de Saúde Bucal. Considera-se que, por meio de ações de educação em saúde bucal, desenvolvidas no pré-natal por uma equipe multiprofissional, orientada por um cirurgião-dentista, a mulher poderá se conscientizar da importância de seu papel na aquisição e manutenção de hábitos positivos de saúde bucal no meio familiar e atuar como agente multiplicador de informações preventivas e de promoção de saúde bucal.This literature revision is intended to discuss the importance of health education as a strategy to oral health promotion in the pregnancy period. The most common mouth manifestations during pregnancy have been studied, and the conclusion is that, although pregnancy itself is not responsible for such manifestations in the mouth, e.g. dental decay and periodontal diseases, a dentistry follow-up during prenatal care is necessary, considering that hormonal alterations in pregnancy may aggravate the diseases contracted. The oral health promotion for pregnant women has been focused on mouth health education, considering it an important part of the Program of Attention to Women's Health, as recommended by the current National Politics' Mouth Health

  7. Fatores relacionados à presença de recém-nascidos grandes para a idade gestacional em gestantes com diabetes mellitus gestacional Factors related to the presence of large for gestational age newborns in pregnant women with gestational diabetes mellitus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jean Carl Silva

    2009-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar os fatores relacionados à presença de recém-nascidos grandes para a idade gestacional nas gestantes com diabetes mellitus gestacional. MÉTODOS: no período de janeiro de 2004 a julho de 2006, foram selecionadas, retrospectivamente, 157 gestantes que apresentavam diabete mellitus gestacional e estavam em acompanhamento. Esse grupo foi dividido em dois subgrupos: um com recém-nascidos de peso adequado para a idade gestacional (n=136 e outro com recém-nascidos grandes para a idade gestacional (n=21. Foram comparadas as características maternas nos dois grupos. Para a análise da hipótese de igualdade entre a média dos dois grupos, utilizou-se o teste t de Student. E para que se testasse a homogeneidade dos grupos em relação às proporções, foi utilizado o teste do χ2. RESULTADOS: os grupos não apresentaram diferença significativa quanto à idade materna, índice de massa corporal, ganho de peso durante a gestação, número de gestações anteriores, glicemia de jejum no teste oral de tolerância à glicose após a ingestão de 75 g (TOTG 75 g, idade gestacional no momento do parto, valores glicêmicos durante o tratamento e o tipo de tratamento utilizado (p>0,05. No grupo com recém-nascidos grandes para a idade gestacional, observou-se valor de glicemia de duas horas no TOTG 75 g maior (p=0,02, a idade gestacional de início de tratamento maior (p=0,02, e um número menor de consultas realizadas no serviço (pPURPOSE: to evaluate factors related to the presence of neonatal macrosomia in pregnant women with gestational diabetes mellitus. METHODS: 157 pregnant women presenting gestational diabetes mellitus in follow-up were retrospectively selected from January 2004 to July 2006. This group has been divided into two subgroups: one with newborns with weight in accordance with the gestational age (n=136 and another with macrosomic newborns (n=21. Maternal characteristics have been compared between the groups. The t

  8. Eficácia de intervenção com enoxaparina baseada em sistema de pontuação nos desfechos perinatais de gestantes com trombofilias Usefulness of a scoring system on perinatal outcomes in pregnant women with thrombophilia in the effectiveness of an enoxaparin-based intervention

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ernesto Antonio Figueiró-Filho

    2012-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar se a intervenção com heparina de baixo peso molecular (HBPM - enoxaparina sódica - foi eficaz na melhora dos desfechos perinatais de mulheres com trombofillias com base em sistema de pontuação. MÉTODOS: Estudo prospectivo, não randomizado, não controlado, realizado em um Ambulatório de Gestação de Alto Risco, durante o período de novembro de 2009 a novembro de 2011. Foram incluídas gestantes com diagnóstico e intervenção terapêutica para trombofilias adquiridas e/ou hereditárias na gestação atual. Os dados obstétricos e perinatais das gestantes anteriores à intervenção foram comparados com os desfechos subsequentes à intervenção, sendo analisados estatisticamente através do teste do χ², com correção de Yates, considerando significativos quando pPURPOSES: To assess whether an enoxaparin-based intervention using a score system was effective in improving perinatal outcome in women with thrombophilia. METHODS: Study Design: Prospective, not randomized, uncontrolled, performed at a Clinic of High-Risk Pregnancy from November 2009 to November 2011. We included women with a diagnosis and therapeutic intervention for thrombophilia acquired and/or inherited in the current pregnancy. The obstetric and perinatal outcomes of pregnant women before the intervention were compared with outcomes after the intervention, and statistically analyzed using the χ2 test with Yates correction, considered significant when p<0.05. The initial dose of low-molecular-weight Heparin (LMWH was guided by a scoring system based on the clinical and gestational history of the patients and screening tests for acquired and/or inherited thrombophilia. RESULTS: We included 84 pregnant women with 175 pregnancies before diagnosis, 20.0% of which resulted in fetal ou perinatal death, 40.0% resulted in abortion, 17.7% developed preeclampsia/eclampsia, 10.3% resulted in full-term births, and 29.7% in premature births. In the 84 pregnancies

  9. Estudo clínico e cardiorrespiratório em cadelas gestantes com parto normal ou submetidas à cesariana sob anestesia inalatória com sevofluorano Clinical and cardiorespiratory study in bitches under normal parturition or underwent to cesarean section using inalatory anesthesia with sevoflurane

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    D.T. Gabas

    2006-08-01

    Full Text Available Estudaram-se as alterações hemodinâmicas e respiratórias em cadelas, decorrentes do parto normal e da cesariana, utilizando-se sevofluorano como agente de manutenção anestésica. Foram acompanhados seis partos normais e seis cesarianas, sendo as últimas realizadas sob anestesia geral utilizando-se acepromazina, propofol e sevofluorano. Durante o parto normal, ao nascimento de cada filhote, as gestantes foram monitoradas (temperatura retal, pressão arterial não-invasiva, freqüências respiratória e cardíaca, tempo de reperfusão capilar e gasometria. Durante a cesariana foram avaliadas as mesmas características citadas para o parto normal, acrescentando-se a temperatura esofágica e a pressão arterial invasiva, ao longo de todo o período anestésico, além da qualidade da recuperação anestésica. Os valores das variáveis: freqüência cardíaca, pressão arterial, freqüência respiratória, tempo de reperfusão capilar e o pH do sangue arterial no grupo submetido à cesariana foram menores que os das cadelas de partos normais, evidenciando a relativa depressão cardiorrespiratória produzida pelo procedimento anestésico. O protocolo anestésico empregado não comprometeu a viabilidade e a saúde das parturientes e dos filhotes e é seguro em cadelas gestantes, podendo ser utilizado nas operações cesarianas.Haemodynamic and respiratory changes in 12 bitches, being six of natural birth and six caesarean using sevoflurane as an anaesthetic maintenance agent, were studied. The caesarean sections were performed using general anaesthesia, employing acepromazine maleate, propofol and sevoflurane. During natural birth, as each puppy was being delivered, the bitches were evaluated (rectal temperature, non-invasive arterial blood pressure respiratory and cardiac rate, capillary time reperfusion and blood gas values. During the caesarean, the same parameters mentioned for the natural birth were measured, in addition to the esophagus

  10. Alternativas para tratamento cl??nico e nutricional para diab??ticas gestantes

    OpenAIRE

    Coelho, Narayane de Lima

    2011-01-01

    A presen??a de diabetes mellitus durante a gesta????o torna a gravidez de risco. Estima-se que em 2030 o n??mero de diab??ticos atingir?? 366 milh??es, acometendo 11,3 milh??es de brasileiros. O objetivo deste trabalho foi realizar uma revis??o sobre os tratamentos cl??nicos e nutricionais mais recentes para diab??ticas que se encontram gestantes. Foi realizada uma pesquisa bibliogr??fica utilizando as bases de dados SCIELO, PUBMED e LILACS para identificar artigos relevantes, publicados ent...

  11. Processo de enfermagem: acolhimento com classificação de risco a gestante

    OpenAIRE

    Souza, Bruna Mazon e; Rocha, Ivanilde Marques da Silva; Lima, Anderson Luiz da Silva

    2016-01-01

    O Acolhimento com Classificação de Risco (ACCR) é um marcador que permite avaliar o risco do paciente e atender os casos urgentes com prioridade. O objetivo deste estudo foi descrever importância da participação da enfermagem no processo de acolhimento com classificação de risco para gestantes. Trata-se de uma revisão da literatura, utilizando as bases de dados LILACS e SCIELO, foram utilizadas publicações entre 2009 e 2016. O ACCR é um excelente recurso que deve ser utilizado em todas as mat...

  12. Sequential swallows have no influence on esophageal contractions of patients with iron deficiency anemia Deglutições não modificam as contrações esofágicas de pacientes com anemia ferropriva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberto Oliveira Dantas

    2004-03-01

    ções miastênicas em músculos envolvidos com a deglutição. Nossa hipótese é de que pacientes com anemia ferropriva têm diminuição das contrações esofágicas com uma seqüência de deglutições sucessivas. OBJETIVO: Avaliar as contrações esofágicas em pacientes com anemia ferropriva. PACIENTES E MÉTODO: Estudou-se a motilidade do esôfago de 12 mulheres com anemia ferropriva, com idades entre 31 e 50 anos (mediana 36 anos com ferro sérico de 11 a 40 mig/dL (mediana 21 mig/dL, e 13 mulheres assintomáticas, com idades entre 26 e 49 anos (mediana 35 anos com ferro sérico acima de 60 mig/dL. Foi utilizado o método manométrico com perfusão contínua. As contrações no esôfago foram medidas a 3, 9 e 15 cm da margem superior de sensor longo ("sleeve" colocado no esfíncter inferior do esôfago. Cada pessoa fez 10 deglutições de 2 mL de água, alternadas com 10 deglutições de 7 mL, com intervalo de 30 segundos entre as deglutições. Mediram-se a amplitude, duração, velocidade e área sob a curva das contrações. RESULTADOS: Não houve diferença entre as deglutições dos volumes de 2 mL e 7 mL. A amplitude, duração e área sob a curva foram menores nas pacientes do que nas voluntárias assintomáticas, principalmente em partes proximal e média do esôfago. Não houve diferença na velocidade. A seqüência de deglutições não modificou a amplitude, duração, velocidade e área sob a curva das contrações nas pacientes e nas assintomáticas. CONCLUSÃO: Embora as contrações esofágicas estejam diminuídas em pacientes com deficiência de ferro, a seqüência de deglutições não provocou modificações nessas contrações.

  13. Uso de medicamentos entre gestantes de um município no sul de Minas Gerais, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vinícius Miranda BORGES

    2018-04-01

    mais de um medicamento. O controle e supervisão do uso de medicamentos devem ser levados em consideração durante os cuidados no pré-natal, visto que o consumo de certos medicamentos durante a gestação pode acarretar em danos teratogênicos e/ou complicações que causam aborto e comprometem a saúde da gestante.

  14. Níveis de fibra em detergente neutro forrageiro na alimentação de ovelhas Santa Inês gestantes Level of fiber on feeding of Santa Ines pregnant ewes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    G.L. Macedo Junior

    2009-02-01

    Full Text Available Avaliaram-se o consumo, a digestibilidade aparente e o comportamento ingestivo de ovelhas no terço final de gestação com dietas contendo diferentes níveis de fibra em detergente neutro forrageiro (FDNf. Foram utilizadas 16 ovelhas adultas da raça Santa Inês, distribuídas em um delineamento inteiramente ao acaso, com quatro tratamentos: 9, 17, 26 e 35% de FDNf. Os consumos de matéria seca, matéria orgânica, proteína bruta, energia bruta, energia digestível e energia metabolizável não foram influenciados pelos tratamentos, e os consumos de fibra em detergente neutro (FDN e de fibra em detergente ácido (FDA aumentaram com maiores níveis de FDNf. As digestibilidades do FDN e FDA e o tempo gasto pelos animais com ruminação também aumentaram com maiores níveis de FDNf na dieta. Dietas com maior quantidade de FDNf influenciaram comportamento ingestivo e digestibilidade de ovelhas em fase final de lactação.The intake, apparent digestibility and feeding behavior of pregnant ewes ped diets containing different levels of neutral detergent fiber (NDF were evaluated. Sixteen Santa Inês ewes were randomly assigned to four treatments with 9, 17, 26 e 35% of NDF. Dry matter (DM, organic matter, crude protein, crude energy, digestible energy and metabolizable energy intake were not affected by the level of NDF in the diet, however, NDF and acid detergent fiber (ADF intake increased with the increase of NDF diet levels. The apparent digestibility of the NDF and ADF and rumination time increased with the NDF diet level. Higher NDF diet levels influenced feeding behavior and apparent digestibility of ewes at the end of the lactation period.

  15. Prevalência de tripanossomíase americana, sífilis, toxoplasmose, rubéola, hepatite B, hepatite C e da infecção pelo vírus da imunodeficiência humana, avaliada por intermédio de testes sorológicos, em gestantes atendidas no período de 1996 a 1998 no Hospital Universitário Regional Norte do Paraná (Universidade Estadual de Londrina, Paraná, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Reiche Edna Maria Vissoci

    2000-01-01

    Full Text Available Com o objetivo de determinar a soroprevalência de tripanossomíase americana, sífilis, toxoplasmose, rubéola, hepatite B, hepatite C e infecção pelo vírus da imunodeficiência humana em gestantes atendidas no Hospital Universitário Regional Norte do Paraná, da Universidade Estadual de Londrina, Paraná, foi realizado estudo retrospectivo dos resultados dos testes sorológicos efetuados no período de junho de 1996 a junho de 1998. As taxas de positividade encontradas foram: 0,9% para tripanossomíase americana, 1,6% para sífilis, 67% (IgG e 1,8% (IgM para toxoplasmose, 89% (IgG e 1,2% (IgM para rubéola, 0,8% para hepatite B (AgHBs, 0,8% para hepatite C e 0,6% para infecção pelo vírus da imunodeficiência humana. Observou-se associação entre o aumento da soroprevalência de tripanossomíase americana com a idade das gestantes (p = 0,006. Os resultados reafirmam a importância da realização destes testes sorológicos no atendimento pré-natal, com a finalidade de realizar o diagnóstico e, eventualmente, adotar medidas para prevenir a transmissão congênita ou perinatal dessas doenças.

  16. Consumo de leite de vaca e anemia ferropriva na infância Cow's milk consumption and iron deficiency anemia in children

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria A. A. Oliveira

    2005-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Revisar aspectos do consumo de leite de vaca associados à anemia na infância. FONTES DOS DADOS: As informações foram coletadas a partir de artigos publicados nas 2 últimas décadas, pesquisados nas bases de dados Lilacs e MEDLINE, livros técnicos e publicações de organizações internacionais. SÍNTESE DOS DADOS: A anemia ferropriva é um grave problema de saúde pública nos países em desenvolvimento. Até os 6 meses de idade, o leite materno supre as necessidades de ferro das crianças nascidas a termo. A partir daí, torna-se necessária a ingestão de uma alimentação complementar rica em ferro. Considerando a importância da dieta na determinação da anemia e o alto consumo de leite de vaca na infância, discute-se neste artigo a relação desse alimento com a deficiência de ferro. A introdução precoce ou a substituição do leite materno por leite de vaca pode ocasionar problemas gastrintestinais e alérgicos. Além disso, esse alimento apresenta baixa biodisponibilidade e densidade de ferro, excesso de proteínas e minerais, especialmente cálcio, interferindo na absorção do ferro de outros alimentos, e associa-se às micro-hemorragias intestinais, principalmente nas crianças menores. CONCLUSÕES: A utilização do leite de vaca em detrimento de outros alimentos ricos em ferro biodisponível constitui um risco para o desenvolvimento da anemia. O estímulo ao aleitamento materno exclusivo até os 6 meses de vida e sua continuidade até pelo menos 24 meses, juntamente com uma dieta complementar rica em ferro são medidas de grande importância para a prevenção da anemia e de suas conseqüências na infância.OBJECTIVE: To thoroughly investigate the association between the consumption of cow's milk and anemia in childhood. SOURCES OF DATA: The information was gathered from papers catalogued in Lilacs and MEDLINE and published during the last two decades, and also from textbooks and publications by international

  17. Construção de curva de peso gestacional em uma coorte de gestantes brasileiras eutróficas usando modelos aditivos generalizados de localização, escala e forma

    OpenAIRE

    Ana Rita de Assumpção Mazzini

    2015-01-01

    Introdução: O monitoramento do ganho de peso gestacional é de extrema importância nos cuidados pré-natais, pois pode evitar diversos desfechos desfavoráveis tanto para mãe quanto para o bebê. A maioria dos países utiliza algum tipo de referência para o acompanhamento do peso gestacional. Essas referências, muitas vezes, são baseadas em suas próprias populações ou em populações de outros países. Considerando-se que características populacionais variam de acordo com etnia, localização geográfic...

  18. Fatores de risco para lesões intra-epiteliais cervicais, freqüência e tipos de Papilomavírus Humano (HPV) em gestantes infectadas pelo vírus na imunodeficiência humana (HIV)

    OpenAIRE

    da Conceição Ribes Amorim Bezerra Brandão, Virgínia

    2008-01-01

    A infecção genital pelo Papilomavírus Humano (HPV) é uma das doenças sexualmente transmissíveis (DST) mais freqüentes e o principal fator etiológico do câncer cervical. Capaz de desenvolver Lesões Intra-epiteliais Cervicais (LIE), precursoras do câncer cervical, o HPV é mais diagnosticado em mulheres portadoras do Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV). O objetivo deste estudo foi avaliar, por meio de técnicas de biologia molecular, a freqüência da infecção pelo HPV, em mulheres imunodeprimid...

  19. Correlação entre medidas ultra-sonográficas do coração e o deficit de hemoglobina em fetos de gestantes aloimunizadas Correlation between echographic cardiac measurements and hemoglobin deficit in fetus of red cell alloimmunized pregnancies

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marília Zicker Hanan

    2008-07-01

    Full Text Available OBJETIVO: verificar a correlação entre as medidas ultra-sonográficas do coração fetal e o deficit de hemoglobina em fetos de gestantes aloimunizadas. MÉTODOS: estudo transversal, no qual foram incluídos 60 fetos de 56 mulheres aloimunizadas, com idade gestacional entre 21 e 35 semanas. Foram realizados 139 procedimentos. Antes da cordocentese para a coleta de sangue fetal, as medidas cardíacas e o comprimento do fêmur (CF foram avaliados pela ultra-sonografia. O diâmetro biventricular externo (DBVE foi obtido no final da diástole, com o cursor modo-M perpendicular ao septo interventricular, nas válvulas atrioventriculares, medindo-se a distância entre as partes externas dos epicárdios. A medida do diâmetro atrioventricular (DAV foi obtida posicionando-se o mesmo cursor ao longo do septo interventricular, avaliando-se a distância entre a base e o ápice do coração. O CF foi determinado do trocanter maior à metáfise distal. Foi calculada a circunferência cardíaca (CC. Para ajustar as medidas cardíacas à idade gestacional, dividiu-se cada uma dessas medidas pela medida do CF. A concentração de hemoglobina foi determinada por espectrofotometria no sistema Hemocue®. O deficit de hemoglobina foi calculado baseado na curva de normalidade de Nicolaides. RESULTADOS: observaram-se correlações diretas e significativas entre as medidas cardíacas avaliadas e o deficit de hemoglobina. Para a predição das anemias moderada e grave, a sensibilidade e a especificidade encontradas foram, respectivamente, de 71,7 e 66,3% para a razão DBVE e CF; 65,8 e 62,4% para a DAV e CF e 73,7 e 60,4% para a CC e CF. CONCLUSÕES: nos fetos de gestantes aloimunizadas, as medidas cardíacas ultra-sonográficas avaliadas correlacionam-se diretamente com o deficit de hemoglobina.PURPOSE: to verify the correlation between ultrasonography heart measures and hemoglobin deficit in fetuses of alloimmunized pregnant women. METHODS: a transversal study

  20. Características das gestantes infectadas pelo HIV, de acordo com o momento do seu diagnóstico

    OpenAIRE

    Márcia Menezes Gomes da Silva

    2007-01-01

    Objetivo: Analisar fatores socioeconômicos, demográficos e as características do pré-natal das gestantes infectada pelo HIV, de acordo com o momento do seu diagnóstico. Métodos: Realizou-se estudo transversal com 199 gestantes infectadas pelo HIV que tiveram seu atendimento pré-natal em três centros públicos de referência de Porto Alegre, no período de julho de 2005 a janeiro de 2006. O questionário avaliou informações sócio-econômicas, demográficas e do prénatal. Durante a análise, elas fora...

  1. Manejo clínico e obstétrico em gestantes portadoras de hepatite autoimune complicada pela plaquetopenia moderada ou grave Clinical and obstetrical management of pregnant women with autoimmune hepatitis complicated by moderate or severe thrombocytopenia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roseli Mieko Yamamoto Nomuras

    2013-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: O presente trabalho tem como objetivo descrever o manejo do pré-natal e do parto em pacientes portadoras de hepatite autoimune associada à plaquetopenia moderada ou grave. MÉTODOS: Este trabalho foi realizado em hospital universitário, de nível terciário. Foram analisadas, retrospectivamente, 13 gestações em dez pacientes com diagnóstico de hepatite autoimune complicadas pela plaquetopenia. Os critérios de inclusão foram: diagnóstico clínico de hepatite autoimune, plaquetopenia moderada ou grave (contagem de plaquetas OBJECTIVE: To describe the management of prenatal care and delivery in patients bearing autoimmune hepatitis associated with moderate or severe thrombocytopenia. METHODS: This study was performed in a tertiary level university hospital. Thirteen pregnancies in ten patients diagnosed with autoimmune hepatitis, complicated by thrombocytopenia, were retrospectively analyzed. The inclusion criteria were as follows: clinical diagnosis of autoimmune hepatitis, moderate or severe thrombocytopenia (platelet count < 100 x 103/mm3, gestational age at birth over 22 weeks, and patient followed-up by a specialized team at the institution. The variables studied were: maternal age, parity, treatment regimen, platelet count, examinations for investigation of hepatic function, type of delivery, weight at birth, and gestational age at the time of delivery. RESULTS: The average maternal age was 24.5 years (SD = 5.3 and six (50% occurred in nulliparous women. During pregnancy, monotherapy with prednisone was adopted in 11 cases (92%. According to the autoantibody profiles, seven pregnancies (58% had the autoimmune hepatitis type I diagnosis, two pregnancies had type II (17%, and three pregnancies (25% had cryptogenic chronic hepatitis (undetectable titers of autoantibodies. Portal hypertension was featured in 11 pregnancies (92%. The average gestational age at delivery was 36.9 weeks (SD = 1.5 weeks, with an average weight at

  2. Utilização das recomendações de nutrientes para estimar prevalência de consumo insuficiente das vitaminas C e E em gestantes Using recommended intakes to estimate the prevalence of insufficient consumption of vitamin C and E by pregnant women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maíra Barreto Malta

    2008-12-01

    Full Text Available Na gestação ocorrem adaptações que conduzem a um aumento da taxa metabólica basal, caracterizando um estado de alto nível de estresse oxidativo, tornando relevante a avaliação do consumo de nutrientes antioxidantes por mulheres grávidas. Este estudo teve como objetivo estimar a prevalência de consumo insuficiente das vitaminas C e E em gestantes assistidas em serviços públicos de saúde. Estudou-se amostra (n=107 representativa das mulheres no segundo trimestre gestacional atendidas durante o pré-natal nas unidades de atenção básica do município de Botucatu/SP. O consumo foi investigado mediante dois inquéritos recordatórios de 24 horas. Para estimar a prevalência de inadequação de consumo na população, foi utilizado o método EAR como ponto de corte. Diferenças de consumo (em tercis em relação a fatores socioeconômicos, obstétricos e hábitos de vida foram pesquisadas mediante análise estratificada, adotando-se pThe changes that occur during pregnancy lead to an increase in the basal metabolic rate, which characterizes a high oxidative-stress condition, thus making the evaluation of the intake of antioxidant nutrients by pregnant women a relevant issue. This study aimed at estimating the prevalence of insufficient intake of vitamin C and E by pregnant women assisted by public healthcare services. A representative sample (n=107 of women in the second gestational trimester was studied. Such women's prenatal care was provided by basic healthcare units in the city of Botucatu/SP. Intake was investigated by two 24-hour recalls. The EAR method was adopted as cutoff point in order to estimate the prevalence of intake inadequacy in the population. Intake differences (in terciles in relation to social, economic and obstetric factors as well as lifestyle were investigated by means of stratified analysis and by adopting a level of significance of p<0.05. The prevalence rates estimated for the insufficient intake of vitamins C

  3. Acurácia do teste de Clements para avaliação da maturidade pulmonar fetal em gestantes com doença hipertensiva específica da gestação Accuracy of Clements' test for evaluation of fetal lung maturation in preeclamptic patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Melania Maria Ramos de Amorim

    1998-06-01

    Full Text Available Objetivos: determinar sensibilidade, especificidade e valor preditivo positivo e negativo do teste de Clements para avaliação da maturação pulmonar fetal na DHEG. Métodos: foi realizado um estudo prospectivo para validação de técnica diagnóstica, envolvendo 163 gestantes (com idade gestacional entre 28-34 semanas internadas no IMIP com diagnóstico de DHEG (leve, grave, pura ou superposta e indicação de pesquisa de maturidade pulmonar fetal. O diagnóstico de DHEG e suas formas clínicas foi realizado de acordo com os parâmetros propostos pelo "National High Blood Pressure Working Group", 1990. O teste de Clements foi realizado em três tubos, considerando-se para análise os resultados positivos, intermediários e negativos (em relação à presença ou não de maturação pulmonar fetal. Os parâmetros de acurácia já descritos foram calculados levando em consideração a real incidência de doença da membrana hialina (maturidade positiva = ausência de doença ao nascimento. A análise dos dados foi realizada em Epi-Info 6.04, utilizando-se o teste chi² de associação e considerando-se um nível de significância de 5%. Resultados: para determinação da acurácia do método, foram considerados os resultados intermediários como positivos ou negativos. Quando estes foram considerados positivos, determinou-se uma sensibilidade de 87,9% e uma especificidade de 74,5%, valor preditivo positivo e negativo de respectivamente 89,4% e 71,4%, com uma acurácia de 84%. Em se analisando como negativos esses resultados intermediários, a sensibilidade caiu para 62%, ao passo que a especificidade elevou-se para 89,4%, com um valor preditivo positivo de 93,5% e valor preditivo negativo de 51,2% (acurácia em torno de 70%. Os resultados falso-positivos foram raros e em geral associados à hipoxia neonatal: somente 5 (6.5% de 77 recém-nascidos com Clements positivo apresentaram DMH após o nascimento. No entanto, os resultados falso

  4. Planejamento do parto - instrumento educativo compartilhado com gestantes na UBS Jardim Simus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Janie Maria de Almeida

    2015-10-01

    Full Text Available A gravidez é um período de dúvidas e expectativas para a mulher. Estimular a participação materna nesse processo é importante pelos benefícios que traz para ao binômio mãe-filho. O plano de parto, como um instrumento educativo favorece a reflexão sobre os tipos de parto e os procedimentos realizados na internação. Objetivos: incentivar a participação materna para compreender os procedimentos hospitalares, por meio do plano de parto, bem como a percepção materna da assistência ao parto. Metodologia: estudo exploratório descritivo realizado na UBS Jd. Simus, Sorocaba-SP, com gestantes inscritas no pré-natal, a partir de 24 semanas de gestação, maiores de 18 anos e mediante assinatura do TCLE. A coleta de dados consistiu na aplicação de questionário em dois momentos, durante a gestação e no pós-parto, ações educativas foram empregadas durante a elaboração do Plano de Parto. Resultados: Os dados das participantes, 13 gestantes e 12 no pós-parto foram analisados quantitativamente e comparativamente em dois momentos. As mulheres apresentavam ensino médio, idade entre 20 a 30 anos, empregadas com carteira assinada, em união estável com parceiro de nível médio e empregados. A preferência inicial pelo parto normal foi majoritária, o desfecho foi ao contrário do desejado. O parceiro foi o acompanhante de maior escolha e participou em 4 partos. A maioria das parturientes foi submetida à indução com ocitocina/misoprostol, o banho de chuveiro foi o método mais utilizado para alívio da dor e era desconhecido pelas gestantes como método de alivio da dor, a episiotomia foi realizada em um parto. Houve grande adesão à amamentação. Conclusão: Na perspectiva das participantes, a elaboração do plano de parto se mostrou válida e importante, podendo ser um fator de satisfação na parturição.

  5. Prescrições de medicamentos para gestantes: um estudo farmacoepidemiológico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carmo Thais Adriana do

    2004-01-01

    Full Text Available A utilização de medicamentos por gestantes deve ser considerada um problema de saúde pública, pois existem inúmeras lacunas sobre suas conseqüências ao feto e à gestante. Os estudos farmacoepidemiológicos podem contribuir para minimizar os riscos inerentes à terapia medicamentosa, traçando um perfil do consumo de medicamentos na gestação, propiciando uma avaliação do serviço e apontando medidas de intervenção. O objetivo deste trabalho foi traçar um perfil de prescrição de medicamentos em gestantes usuárias do SUS de Piracicaba, São Paulo, Brasil, utilizando-se os indicadores de prescrição recomendados pela Organização Mundial da Saúde e a classificação de medicamentos segundo risco ao feto do Food and Drug Administration. Encontrou-se que, na consulta de pré-natal, 44,7% das mulheres receberam prescrição medicamentosa, sendo o grupo de medicamento mais prescrito aquele que atua sobre o sistema hematopoiético (34,9%. Do total, 26,0% dos medicamentos foram incluídos na categoria C de risco ao feto; 1,5% na categoria D e 1,5% na categoria E. Estes dados sugerem uma medicalização da gestação e a necessidade de medidas de intervenção para uma utilização racional dos medicamentos no pré-natal.

  6. Abdômen agudo em gestante tratada de obesidade por cirurgia bariátrica: relato de caso Acute abdomen in pregnant woman treated for bariatric surgery for obesity: case report

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Belmiro Gonçalves Pereira

    2010-10-01

    Full Text Available A cirurgia bariátrica vem sendo considerada, na atualidade, uma alternativa ao tratamento de obesidade mórbida refratária a tratamentos clínicos convencionais. As cirurgias mais usadas, radicais e invasivas, apresentam resultados melhores e mais rápidos, porém estão mais sujeitas a complicações clínicas e cirúrgicas, como obstruções e suboclusões intestinais. Gestações em mulheres que se submetem a este tipo de cirurgia são cada vez mais frequentes e as complicações relacionadas cada vez mais descritas. Apresentamos o caso clínico de mulher grávida previamente submetida à cirurgia bariátrica que desenvolveu quadro de suboclusão com intussuscepção intestinal. Essa complicação extremamente grave requer muita atenção para seu diagnóstico, utilizando-se exames de imagem e laboratório não empregados usualmente durante a gravidez. A gestação confunde e dificulta sua interpretação, além de o único tratamento de bom resultado ser invasivo, a laparotomia exploradora, ser indesejável no período. A morbidade e mortalidade materna, fetal e perinatal costumam ser elevadas. No caso descrito, o parto ocorreu de forma espontânea nas primeiras horas de internação, antes de o procedimento cirúrgico ser executado. A evolução foi boa e paciente e recém-nascido, embora prematuro, evoluíram bem e tiveram alta em boas condições.Bariatric surgery is currently considered as an alternative for the treatment of morbid obesity refractory to conventional clinical treatments. The surgeries more frequently used, which are radical and invasive, yield better and faster results, but are subject to clinical and surgical complications such as intestinal obstructions and subocclusions. Pregnancies in women submitted to this type of surgery are increasingly frequent, and the related complications have been increasingly reported. We present the case of a pregnant woman previously submitted to bariatric surgery who developed

  7. Fatores associados à agressão física em gestantes e os desfechos negativos no recém-nascido Factors associated with physical aggression in pregnant women and adverse outcomes for the newborn

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elaine Fernandes Viellas

    2013-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar os fatores socioeconômicos, demográficos e reprodutivos associados à agressão física na gestação e os desfechos negativos para o recém-nascido em dois grupos de mulheres: adolescentes e adultas jovens. MÉTODO: Estudo transversal com uma amostra de 8.961 puérperas que se hospitalizaram em maternidades do município do Rio de Janeiro por ocasião do parto. Para testar hipótese de homogeneidade de proporções foi utilizado o teste χ². A razão de chances e os intervalos de confiança foram estimados através de regressão logística. RESULTADOS: Foi apontado que 5% das adolescentes e 2,5% das adultas jovens sofreram agressão física na gravidez. Em ambos os grupos, as variáveis associadas com o abuso físico foram: menor nível de escolaridade, menor apoio do pai da criança e maior tentativa de interrupção da gestação. O aumento no consumo de bebida alcoólica mostrou associação com o abuso físico apenas no grupo de adolescentes, e o uso de drogas ilícitas somente entre as adultas jovens. Os filhos das puérperas agredidas tiveram duas vezes mais chances de óbito neonatal, e três vezes mais de óbito pós-neonatal. Por outro lado, a assistência pré-natal de boa qualidade reduziu a chance de agressão física durante a gestação. CONCLUSÕES: Os resultados alertam para o aumento da chance de óbito neonatal e pós-neonatal entre os filhos das vítimas de agressão física durante a gestação e apontam para a importância do pré-natal na identificação de mulheres sob maior risco de episódios violentos, momento oportuno para o desenvolvimento de ações de proteção e cuidado à mãe e ao bebê.OBJECTIVE: To assess the socioeconomic, demographic, and reproductive factors associated with physical aggression during pregnancy, and the negative outcomes for the newborn in two groups of women: adolescents and young adults. METHOD: Cross-sectional study with a sample of 8,961 mothers who were admitted

  8. Canto pré-natal: alquimias sonoras para gestantes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Janaina Trasel Martins

    2017-10-01

    Full Text Available Este artigo irá focar no canto pré-natal; nos benefícios da música e do canto durante a gestação; na audição do feto no ventre e na escuta da gestante do seu corpo. Como metodologia para pesquisar sobre estes temas foram realizados estudos teóricos nas áreas da musicoterapia obstétrica, da terapia sonora e da medicina e também foram realizadas práticas de canto pré-natal. Arte, movimento e saúde são integrados com as alquimias sonoras para ampliar a consciência da corporeidade da mulher durante a gestação. Com cantos femininos em um círculo de mulheres, nos apoiamos e nos fortalecemos durante a gestação e enviamos vibrações sonoras harmoniosas para o bebê no ventre. ABSTRACT This article will focus on prenatal singing; on the benefits of music and singing during pregnancy; on the baby's hearing in the womb and on the listening of the pregnant woman to her body. To determine the methodology for researching these themes, theoretical studies were done in obstetrical music therapy, sound therapy, medicine and also practical research in prenatal singing classes. Art, movement and health are integrated with sound alchemy to widen the woman’s body awareness during pregnancy. With feminine chants in a circle of women, we support and strengthen ourselves during pregnancy and we send harmonious sounds vibrations to the baby in the womb. KEYWORDS Prenatal singing, prenatal music, pregnancy, listening, consciousness.

  9. Apoyo social a la adolescente gestante

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edinson Jaramillo-G

    2007-12-01

    Full Text Available El presente artículo es el resultado de un estudio investigativo desarrollado con base en las características del apoyo social recibido por la adolescente gestante que asiste al programa de control prenatal en la Empresa Social del Estado IMSALUD en San José de Cúcuta entre el 2004 y el 2005. Se realizó partiendo de la conceptualización del apoyo social e importancia del mismo durante las etapas vitales estresantes considerándose una de ellas la gestación en adolescentes. La finalidad de este estudio es describir las variables relacionadas con el apoyo social como son: el tipo de apoyo, red más frecuente y frecuencia de contactos, satisfacción y disponibilidad en cuanto al apoyo social recibido, aspectos que en conjunto permiten comprender fácilmente los elementos para que el apoyo social funcione como un todo y de la misma forma conocer la situación actual de la relación apoyo social con embarazo en adolescentes.

  10. Políticas públicas para o controle da anemia ferropriva Public policies to control iron deficiency in Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sophia C. Szarfarc

    2010-06-01

    Full Text Available A anemia por deficiência de ferro configura um problema epidemiológico da maior relevância atuando nos gastos públicos de saúde, nas consequências sociais do aumento de riscos no período gestacional, na redução da produtividade e, ainda, nas consequências, em longo prazo, do desenvolvimento mental. Algumas datas marcam o envolvimento do governo brasileiro em busca de alternativas de controle da deficiência marcial: 1977 - 1ª Reunião do Ministério da Saúde (INAN, com especialistas nacionais e internacionais, para discutir perspectivas e intervenções para o controle da anemia; 1982/83 - distribuição de suplemento de ferro para a clientela do Programa de Atenção à Gestante e dosagem de hemoglobina na 1ª consulta; 1992 - assinatura de compromisso brasileiro de reduzir em 1/3 a prevalência de anemia em gestantes; 1994 - implantação do Programa de Leite Vivaleite, no estado de São Paulo, fornecendo leite fortificado com ferro a famílias com crianças até 6 anos e renda inferior a dois salários mínimos; 2002/junho 2004 - fortificação das farinhas de trigo e de milho com ferro; 2005 - programa de suplementação de ferro a lactentes; 2009/março - divulgação do resultado do levantamento de prevalência de anemia em mulheres (15-49 anos e crianças (6 - 59 meses no Brasil; 2009/agosto - foi reeditada a Portaria no 1793/GM/agosto/2009 do Ministério da Saúde, instituindo a Comissão Interinstitucional para implementação, acompanhamento e monitorização das ações de fortificação das farinhas de trigo e milho e seus subprodutos.Iron deficiency anemia is a vast epidemiologic problem evidenced by health public spending, the social consequences of increased risk in pregnancy, low production, and also by long term consequences of cognitive development. Some points in time highlight the involvement of the Brazilian government: 1977 - 1st Health Minister Meeting (INAN, with international and national specialists to

  11. Process of construction of an educational booklet for health promotion of pregnant women El proceso de construcción de material educativo para la promoción de la salud de la gestante O processo de construção de material educativo para a promoção da saúde da gestante

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Magnoni Reberte

    2012-02-01

    realizadas durante el período prenatal.Este estudo teve como objetivo descrever o processo de construção de uma cartilha educativa destinada à promoção da saúde da gestante. Utilizou-se a pesquisa-ação como método de pesquisa, e essa foi desenvolvida em cinco etapas: escolha do conteúdo, com base nas necessidades das gestantes; criação das ilustrações; preparação do conteúdo, baseado na literatura científica; validação do material por peritos e gestantes. O trabalho resultou na produção da versão final do material em formato de cartilha, que teve o título "Celebrando a Vida. Nosso compromisso com a promoção da saúde da gestante". A participação ativa dos profissionais e das gestantes, com o uso de estratégia dialógica e coletiva, permeou o processo de construção da cartilha. As opiniões das gestantes e dos peritos, que consideraram a cartilha enriquecedora e esclarecedora, justificam o uso da cartilha como recurso adicional das atividades educativas, realizadas durante o período pré-natal.

  12. Toxoplasmose em gestantes de Araraquara/SP: análise da utilização do teste de avidez de IgG anti-Toxoplasma na rotina do pré-natal = Toxoplasmosis in pregnant women from Araraquara/SP: analysis of Toxoplasma-specific IgG avidity test utilization in the prenatal care routine

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isabel, Thais F.

    2007-01-01

    Conclusões: O tratamento antiparasitário foi prescrito para algumas gestantes mesmo na presença de uma taxa de avidez de IgG anti-T. gondii alta no primeiro trimestre da gestação, mostrando que o teste de avidez não foi corretamente interpretado e utilizado na prática clínica

  13. A utilização de uma curva ponderal de gestantes normais no diagnóstico de desnutrição intra-uterina On the use of a normal pregnant women's weight curve in the diagnosis of intra-uterine malnutrition

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arnaldo Augusto Franco de Siqueira

    1975-12-01

    Full Text Available Com a finalidade de estudar a influência do estado nutricional materno sobre o peso do recém-nascido, foram aplicadas as "Curvas de Gestantes Normais" em 1.347 gestantes normais. A utilização destas curvas permitiu identificar o estado nutricional materno, dividindo as gestantes em estudo em três grupos, sendo: 243 gestantes magras ou subnutridas, 894. normais e 210 obesas. Foram comparados os pesos dos recém-nascidos de cada grupo de gestantes e verificou-se que a incidência de prematuridade foi duas vezes maior entre os recém-nascidos de mulheres magras, sendo a incidência de pós-termo o dobro nas gestantes obesas. Verificou-se ainda que os pequenos para idade gestacional tem uma maior incidência nas gestantes magras e também nas normais, cujos ganhos de pesos se apresentem abaixo da média da "Curva Ponderal de Gestantes Normais".With the purpose of studying the influence of the maternal nutritional condition on the newborn's weight, the authors applied the ''Normal pregnant women's weight curves" to 1,347 patients. The use of these curves allowed identification of the maternal nutritional condition. These pregnant women were divided into three groups: 234 undernourished, 894 normal and 210 obese women. The newborns' weight at birth were compared in each group of pregnant women and the results showed that, the incidence of pregmaturity was twice as large in the undernourished pregnant women's newborns, as was also the incidence of post-term in obese pregnant women. The greatest incidence of children small for their gestational age was among undernourished pregnant women and in normal pregnant women whose weight gain was under the average values of the "Normal pregnant women's weight curves".

  14. Motivação de gestantes para o aleitamento materno Motivating breastfeeding among expectant mothers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sueli Aparecida Moreira Takushi

    2008-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Conhecer os motivos de gestantes para o aleitamento materno. MÉTODOS: É um estudo qualitativo realizado com 164 gestantes assistidas no pré-natal em dois Centros de Saúde na região central da cidade de São Paulo. Os dados foram coletados por meio de entrevistas semi-estruturadas sobre motivação para amamentar. As narrativas foram organizadas em planilha eletrônica em busca de categorias. RESULTADOS: As principais categorias identificadas estavam relacionadas à saúde da criança, da mulher e aos benefícios da prática de amamentar e do leite materno. A maioria das mulheres (98,8% foi favorável à amamentação. Benefícios à saúde da criança foi o motivo mais freqüente (73,8%. CONCLUSÃO: A motivação ao aleitamento materno foi centrada nos benefícios à saúde da criança. A amamentação é valorizada independentemente da vontade materna.OBJECTIVE: The present study sought to discover the reasons for expectant mothers to breastfeed. METHODS: This was a qualitative study involving 164 expectant mothers attending prenatal care in two health centers of the city of São Paulo. Semi-structured interviews were done to collect data on the reasons to breastfeed. The information was organized in a spreadsheet to search for categories. RESULTS: The main identified categories regarded the child's and woman's health and the benefits of breastfeeding and breast milk. The majority of the women (98.8% regarded breastfeeding favorably. Benefit to the child's health was the reason mentioned most often (73.8%. CONCLUSION: Motivation to breastfeed was based on benefits to the child's health. Breastfeeding is valued regardless of the mother's will.

  15. THE USE OF IRON-DEXTRAN AND FREE AND CONTROLLED ACCESS TO RED SOIL IN THE PERFORMANCE AND PREVENTION OF IRON DEFICIENCY ANAEMIA IN PIGLETS USO DE FERRO DEXTRANO E ACESSO CONTROLADO E LIVRE À TERRA NO DESEMPENHO E PREVENÇÃO DA ANEMIA FERROPRIVA DOS LEITÕES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Romão da cunha Nunes

    2007-09-01

    Full Text Available

    A trial was carried out in order to evaluate the effects of free and controlled access to red soil, compared with the use of iron-dextran on the performance of weaning piglets and the prevention of iron deficiency anemia. Twelve groups of piglets from 17 sows and 2 boars crossed Landrace x Large White were submitted to the following treatments: T1 - Use of iron-dextran (200mg/piglet; T2 - Free access to soil daily; T3 - Access to soil in intervals of one day; T4 - Access to soil in intervals of two days in a completely randomized design, with three replicates per treatment. The results did not indicate any difference between the treatments in relation to the performance of piglets. The prevention of iron deficiency anemia was efficient when the iron-dextran was used and when the soil was freely offered daily or in one day-interval. The treatment with two days-interval showed values of hematocrite, in the 7th and 14th day, significantly lower than the other treatments.

    KEY-WORDS: Iron deficiency anemia; performance; piglets.

    Este trabalho teve o objetivo de verificar os efeitos do acesso à terra, controlado e livre, bem como o uso de ferro dextrano sobre o desempenho e a prevenção da anemia ferropriva em leitões. Foram utilizadas 12 leitegadas provenientes de um plantel de 17 matizes e 2 cachaços mestiços (Landrace x Large White. As leitegadas foram submetidas aos seguintes tratamentos: T1 - Ferro dextrano (200mg; T2 - Terra oferecida aos leitões diariamente; T3 - Terra oferecida aos leitões em dias alternados com intervalo de um dia; e T4 - Terra oferecida aos leitões em dias alternados com intervalos de 2 dias. O delineamento experimental utilizado foi o

  16. Prevenção e tratamento da anemia nutricional ferropriva: novos enfoques e perspectivas Prevention and treatment of iron-deficiency anemia: new focuses and perspectives

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Malaquias Batista Filho

    1996-09-01

    Full Text Available Os autores descrevem sumariamente o quadro epidemiológico das anemias, as propostas programáticas estabelecidas pelas Nações Unidas para a reversão do problema em escala internacional e as dificuldades atuais para a aplicação de estratégias de reconhecida efetividade na área da saúde para a prevenção e cura das anemias nos segmentos populacionais mais expostos, as crianças e as gestantes. Analisam o estágio atual das pesquisas dirigidas para quatro objetivos simultâneos: aumento da eficácia e efetividade, redução de custos e de efeitos colaterais dos esquemas medicamentosos de prevenção e tratamento. Consideram que as pesquisas em curso podem melhorar radicalmente as perspectivas de uma intervenção bem sucedida no enfrentamento do problema através do setor saúde.The authors briefly describe the epidemiology of anemia, the goals established by the United Nations to combat the problem worldwide, and the difficulties encountered in applying proven effective strategies in public health services to prevent and cure anemia in pregnant women and children, both of which are prime high-risk groups. They analyze recent research aimed at four objectives related to prevention and cure: improving treatment efficacy; increasing effectiveness; reducing costs; and decreasing unwanted side effects. The study indicates that ongoing research could improve prospects for treatment through public health services.

  17. Morfologia e grânulos citoplasmáticos do corpo lúteo de vacas aneloradas (Bos taurus indicus gestantes e não gestantes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    L.R. Vargas

    2015-04-01

    Full Text Available Avaliaram-se a proporção volumétrica dos constituintes do corpo lúteo e a distribuição de células lúteas com grânulos citoplasmáticos no corpo lúteo de animais Nelore ao longo da gestação e em animais não gestantes. Foram coletados ovários com corpos lúteos de 24 animais abatidos em frigorífico. Os animais foram distribuídos em dois grupos: gestantes e não gestantes. A idade gestacional foi determinada pela medição do comprimento apicocaudal do feto. Os ovários foram distribuídos segundo o trimestre gestacional: primeiro - gestação de até 90 dias; segundo - de 91 a 180 dias; e terceiro - de 181 a 270 dias. Os corpos lúteos, processados para inclusão em paraplast, foram avaliados em microscópio de luz. Na proporção volumétrica do corpo lúteo, os constituintes avaliados foram citoplasma e núcleo de células lúteas, tecido conjuntivo e fibroblastos, células endoteliais e pericitos e vasos sanguíneos. A proporção volumétrica de citoplasma de células lúteas reduziu de 46,1±2,8% para 37,9±3,5% e a de núcleo de células lúteas reduziu de 9,2±1,0% para 6,2±1,0%, do primeiro para o segundo trimestre. A proporção de tecido conjuntivo e fibroblastos aumentou de 20,9±5,4%, no primeiro trimestre, para 34,0±4,2%, no segundo trimestre. Grânulos citoplasmáticos foram evidenciados pelas técnicas histoquímicas xylidine ponceau e azul de bromofenol, que indicam sua provável composição proteica. A quantidade de células maiores com grânulos aumentou significativamente de 2,3±1,9%, no primeiro trimestre, para 25,5±20,3%, no segundo. A proporção volumétrica de citoplasma e núcleo de células lúteas diminuiu ao longo da gestação, e a de tecido conjuntivo aumentou. A quantidade de células lúteas maiores contendo grânulos também aumentou ao longo da gestação.

  18. Influência da anemia ferropriva no eletroforetrograma de hemoglobina de leitões

    OpenAIRE

    Cruz, Nathan da Rocha Neves [UNESP

    2016-01-01

    A hemoglobina é uma proteína globular composta por fração protéica (cadeias de globina), fração heme onde ocorre a ligação do íon bivalente de ferro, sendo que, as globinas combinadas ajudam a tipificar as hemoglobina em Hb Adulta (Hb A), Fetal (Hb F) e Adulta 2 (Hb A2). Na deficiência de ferro, que pode culminar anemia por disfunção eritropoiética, prevalente em leitões e seres humanos, a hemoglobina pode ter alterações estruturais denominadas hemoglobinopatias. O estudo determinou a influên...

  19. Sorologia anti-HIV e aconselhamento pré-teste em gestantes na região noroeste do Paraná, Brasil HIV serology and pretest counseling among pregnant women in the northwest region of Paraná State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Norico Miyagui Misuta

    2008-03-01

    Full Text Available OBJETIVOS: analisar a cobertura do aconselhamento e do teste anti-HIV, e identificar fatores associados à sua realização no pré-natal. MÉTODOS: estudo transversal, com mulheres de cinco municípios do Noroeste do Paraná, Brasil, com partos entre janeiro e março de 2003, identificadas a partir dos sistemas de informação. Os dados foram obtidos em entrevistas domiciliares. Considerou-se teste realizado quando havia registro do resultado do exame para HIV no cartão de gestante ou no laboratório de referência. As análises estatísticas foram feitas utilizando o teste do χ2 e exato de Fisher (α=0,05. RESULTADOS: das 435 mulheres entrevistadas, todas foram acompanhadas no pré-natal, com cobertura do teste anti-HIV de 89,6% - [IC95%: 86,8-92,4]. Não foram evidenciadas associações significativas entre a realização do teste e as variáveis sócio-demográficas, de vulnerabilidade e da assistência pré-natal. Embora a maioria tenha sido testada, apenas 13,6% relataram ter recebido aconselhamento pré-teste. CONCLUSÕES: a cobertura do teste anti-HIV durante a gestação foi satisfatória. A não-associação entre a realização do teste e as variáveis estudadas sugere que a sua solicitação se dá indistintamente, conforme recomendação do Ministério da Saúde. Porém, a baixa freqüência do aconselhamento e o atraso no recebimento do resultado dos exames são indicativos de problemas na atenção pré-natal.OBJECTIVES: to analyze the coverage of counseling and anti-HIV testing, and to identify factors associated with testing during antenatal care. METHODS: cross-sectional study, with women identified through the information systems in five municipalities in the Northwestern Paraná, Brazil, with deliveries between January to March, 2003. Data was collected during home interviews and an HIV test was considered performed if it could be confirmed in the maternity card or in the reference laboratory records. The χ2 and Fisher

  20. O perfil epidemiológico de gestantes atendidas nas unidades básicas de saúde de Gurupi, Tocantins

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcos Gontijo Silva

    2015-12-01

    Full Text Available Este artigo propôs-se a traçar o perfil clínico e sociodemográfico das gestantes atendidas pelo SUS (Serviço Único de Saúde no Município de Gurupi, Tocantins. Foi feita uma análise retrospectiva nas UBS (Unidades Básicas de Saúde da cidade. Foram avaliadas 6583 gestantes e selecionadas 1049 mulheres. Foram coletados dados demográficos, sociais e clínicos. Os dados foram tabulados no programa Epi-Info 3.3.2 sendo aplicada estatística descritiva com IC95%. Foi observado que 47,0% não se submeteram a seis consultas pré-natais, 83,1% eram negras ou pardas e 46,4% não tinham profissão. Foi encontrada toxoplasmose aguda em 5,0% (52/1049, sífilis em 3,6% (38/1049, hepatite B em 2,7% (28/1049, herpes simplex vírus em 2,0% (21/1049, HIV em 1,9% (20/1049, hipertensão em 15,6% (164/1049, doença neurológica em 1,2% (13/1049 e diabetes em 1,1% (12/1049, cefaléia 38%, dor no baixo ventre 35,5% e leucorreia 19,2%. Concluímos que a prevalência de doenças infecciosas e não infecciosas nas gestantes foi alta.

  1. Cartografia do cuidado na saúde da gestante Cartography of healthcare for pregnant women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raimunda Magalhães da Silva

    2012-03-01

    Full Text Available Utilizou-se a cartografia como método para mapear a trajetória do cuidado à gestante no serviço da atenção básica. O campo de estudo foram nove Unidades Básicas de Saúde do Município de Juazeiro do Norte (CE. Participaram 15 mulheres que estavam entre 37 e 39 semanas de gestação, com as quais foram realizadas entrevistas nos meses de janeiro a junho de 2010. Os achados da cartografia foram descritos em etapas no fluxograma e revelaram lacunas no serviço do pré-natal, tais como o número reduzido da realização do exame da citologia oncótica e o déficit de atividades educativas. Observou-se, entretanto, certa resolubilidade na assistência à gestante, pois vários depoimentos demonstraram satisfação em relação ao serviço. A boa relação desenvolvida com o profissional foi o principal motivo que as levou a continuar o tratamento. Este fato reforça a importância do vínculo e do diálogo entre profissionais e gestantes para a adesão e sucesso do pré-natal.This work uses cartography as a method for mapping the trajectory of primary healthcare provided to pregnant women. The scope of the study comprises 9 Basic Healthcare Units located in the city of Juazeiro do Norte in the State of Ceará. In all, fifteen women in the 37th to 39th week of pregnancy were selected. Interviews were conducted with these women during the period from January to June 2010. The cartographic findings were depicted in stages in the flowchart, which exposed lacunas in prenatal healthcare, such as the low number of oncotic cytology exams conducted and the lack of educational counseling. Nevertheless, in the interviews, a significant number of pregnant women expressed satisfaction with the prenatal care provided. The good relationships developed between the healthcare professionals and the pregnant women were the main reason that led them to continue the treatment. This fact reinforces the importance of dialogue between these two actors for the

  2. Prevalência de infecção por HIV, HTLV, VHB e de sífilis e clamídia em gestantes numa unidade de saúde terciária na Amazônia ocidental brasileira Prevalence of infection for HIV, HTLV, HBV and of syphilis and chlamydia in pregnant women in a tertiary health unit in the western Brazilian Amazon region

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Amantino Camilo Machado Filho

    2010-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: estimar a prevalência de infecção por vírus da imunodeficiência humana (HIV, vírus linfotrópicos de células T humanas (HTLV, vírus da hepatite B (VHB, Chlamydia trachomatis (C. trachomatis e de sífilis em gestantes, bem como fatores de risco associados a essas infecções, na Fundação de Medicina Tropical do Amazonas (FMTAM. MÉTODOS: foi realizado um estudo transversal incluindo 674 gestantes atendidas consecutivamente da demanda espontânea da FMTAM no período de Março a Setembro de 2008. As informações demográficas, epidemiológicas, socioeconômicas, clínicas e obstétricas foram coletadas em um questionário específico. As pacientes tiveram uma amostra de sangue coletada de veia periférica para a realização de sorologias de HIV, HTLV, hepatite B e sífilis. Foi coletada uma amostra de secreção endocervical para a realização de teste de detecção de antígenos da C. trachomatis. A Odds Ratio foi utilizada para estimar a força de associação entre possíveis fatores de risco e infecção. A análise estatística foi feita com a utilização do teste t de Student, o teste do χ2 e o exato de Fischer. RESULTADOS: a média de idade foi de 23,9 anos (DP 6,3. As prevalências observadas foram de 0,6% para infecção por HIV; 0,7% para o HBsAg; 1% de sífilis e 2,7% para C. trachomati s. Todas as amostras foram negativas para HTLV. Não se evidenciaram variáveis associadas à infecção por HIV, VHB e sífilis. Observou-se associação estatisticamente significativa entre gestantes com idade inferior a 20 anos e de primigestas com infecção por C. trachomatis. CONCLUSÕES: o estudo evidenciou que a prevalência de infecção por HIV nas gestantes atendidas na FMTAM é semelhante aos valores descritos na literatura brasileira, enquanto que as prevalências de HTLV, VHB, sífilis e C. trachomatis na população estudada encontram-se abaixo das encontradas por outros autores. O principal fator de risco para a

  3. Gestantes portadoras de HIV/AIDS: aspectos psicológicos sobre a prevenção da transmissão vertical

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Charmênia Maria Braga Cartaxo

    2013-09-01

    Full Text Available A gestação, em geral, repercute emocionalmente na mulher e, mais intensamente, quando associada a uma situação clínica comprometedora da saúde do filho, como na possibilidade de transmissão vertical do HIV. Nesse contexto, o presente estudo teve por objetivo investigar as significações subjetivas das gestantes portadoras de HIV sobre a realização das ações de prevenção da transmissão vertical. Para tanto, recorreu-se a uma investigação do tipo transversal, de natureza descritiva e exploratória, com abordagem qualitativa, da qual, segundo o critério de saturação do conteúdo, participaram 12 gestantes. Os resultados demonstraram que as gestantes têm dificuldades imediatas para aderir aos medicamentos antirretrovirais, relutância em aceitar a possível indicação do parto cesáreo e frustração, permeada por sentimentos de culpa, diante da impossibilidade de amamentação do filho. Observa-se, assim, a necessidade de ações de apoio socioemocional a serem desenvolvidas pelos profissionais de saúde, especialmente os psicólogos, para favorecer o enfrentamento da transmissão vertical.

  4. Medida da espessura do segmento uterino inferior em gestantes com cesárea prévia: análise da reprodutibilidade intra- e interobservador por ultra-sonografia bi- e tridimensional Lower uterine segment thickness measurement in pregnant women with previous caesarean section: intra- and interobserver reliability analysis using bi- and tridimensional ultrasonography

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela de Abreu Barra

    2008-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: comparar a reprodutibilidade intra- e interobservador da medida da espessura total do segmento uterino inferior (SUI, por via abdominal, e da medida da camada muscular, por via vaginal, usando ultra-sonografia bi- e tridimensional. MÉTODOS: foi estudada a medida da espessura do SUI de 30 gestantes com cesárea anterior, entre a 36ª e a 39ª semanas, por dois observadores. Foi efetuada abordagem ultra-sonográfica abdominal com a paciente em posição supina e vaginal em posição de litotomia. No corte sagital, foi identificado SUI e foram coletadas quatro imagens bidimensionais e dois blocos tridimensionais da espessura total por via abdominal e o mesmo da camada muscular por via vaginal. As aquisições tridimensionais foram manipuladas no modo multiplanar. O tempo foi cronometrado. A reprodutibilidade foi avaliada pelo cálculo da diferença absoluta entre todas as medidas, proporção de diferenças menores que 1 mm, coeficiente de correlação intraclasse (ICC e limites de concordância de Bland e Altman. RESULTADOS: a medida da espessura média do SUI por via abdominal bidimensional foi de 7,4 mm e, por via vaginal, de 2,7 mm; a tridimensional foi 6,9 mm abdominal e 5,1 mm vaginal. Reprodutibilidade intra- e interobservador da via vaginal versus abdominal: menor diferença absoluta (0,2-0,4 versus 0,8-1,5 mm, maior proporção de diferenças (85,8-97,8 versus 48,7-72,8% com p0,05 e menores limites de concordância (-3,8 a 3,4 versus -3,6 a 4 mm para ultra-sonografia tridimensional e ICC semelhantes (0,6-0,9 versus 0,7-0,9. CONCLUSÕES: do exposto, concluímos que a medida da espessura da camada muscular do SUI por via vaginal utilizando a ultra-sonogafia tridimensional é mais reprodutível. Nossos resultados, porém, não indicam que essa medida tenha implicação clínica para predição de rotura uterina, que não foi objeto deste estudo. O único trabalho que correlacionou a espessura do SUI com risco de rotura uterina, sem

  5. Anestesia para cesariana em gestante com hipoplasia de aorta distal: relato de caso Anestesia para cesárea en embarazada con hipoplasia de aorta distal: relato de caso Anesthesia for cesarean section on a pregnant woman with hypoplasia of the distal aorta: case report

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo de Andrade Reis

    2008-02-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Anomalias vasculares maternas, potencialmente graves para o feto, podem colocar em risco a perfusão uterina, suscitando cuidados ainda maiores por parte da equipe anestésica. O objetivo deste relato foi mostrar a conduta anestésica para operação cesariana em uma gestante com hipoplasia de aorta distal, logo abaixo da emergência das artérias renais, com estenose da artéria renal e ausência de artérias ilíacas. RELATO DO CASO: Paciente de 30 anos, 54 kg, na segunda gestação com uma cesariana anterior sem intercorrências. Durante a realização de ecografia gestacional na 12ª semana observou-se interrupção da aorta logo abaixo da saída das artérias renais. A paciente foi encaminhada para a realização de cineangiocoronariografia que mostrou hipoplasia da aorta distal abaixo das artérias renais, com ausência das artérias ilíacas. Durante a investigação clínica a paciente mostrou-se assintomática, com exceção de hipertensão arterial e claudicação aos grandes esforços. A paciente foi submetida à anestesia peridural contínua, com titulação da dose anestésica necessária à realização da cesariana. Inicialmente foram injetados 50 mg de bupivacaína a 0,5% sem vasoconstritor e 10 µg de sufentanil. Quinze minutos após, a anestesia foi complementada com mais 25 mg de bupivacaína a 0,5%, o que foi suficiente para atingir adequado nível de bloqueio. A cesariana transcorreu sem intercorrências e a criança nasceu em boas condições clínicas. CONCLUSÕES: O uso de anestesia peridural contínua com doses fracionadas demonstrou ser uma técnica anestésica segura para a realização desse procedimento por reduzir os riscos de hipotensão arterial materna inerente ao bloqueio espinal e também por minimizar a transferência placentária de fármacos, que ocorrem quando do emprego da anestesia geral. A titulação de fármacos através do cateter peridural possibilitou atingir nível anest

  6. Care cost for pregnant and parturient women with diabetes and mild hyperglycemia Costo de la asistencia de gestantes y parturientas diabéticas y con hiperglicemia leve Custo da assistência de gestantes e parturientes diabéticas e com hiperglicemia leve

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Claudia Molina Cavassini

    2012-04-01

    la asistencia al parto y hospitalización para parto y puerperio fueron semejantes. Los costos de la asistencia prenatal como en el parto/puerperio fueron superiores a los valores pagados por el Sistema Único de Salud.OBJETIVO: Comparar custos de hospitalização e de atenção ambulatorial em gestantes/parturientes diabéticas e com hiperglicemia leve. MÉTODOS: Estudo observacional, prospectivo, quantitativo descritivo realizado em centro de diabete perinatal em Botucatu, SP, entre 2007 e 2008. Foram estimados os custos por absorção diretos e indiretos disponíveis na instituição e os custos específicos para a doença (medicamentos e exames. As 30 gestantes diabéticas tratadas com dieta foram acompanhadas em ambulatório e 20 tratadas com dieta mais insulina foram hospitalizadas. RESULTADOS: O custo da doença diabete (para a assistência pré-natal e parto foi de US$ 3,311.84 para as gestantes hospitalizadas e de US$ 1,366.04 para as acompanhadas em ambulatório. CONCLUSÕES: Os custos diretos e indiretos e o custo total da assistência pré-natal foram mais elevados nas gestantes diabéticas hospitalizadas enquanto os custos da assistência ao parto e hospitalização para parto e puerpério foram semelhantes. Os custos da assistência pré-natal como no parto/puerpério foram superiores aos valores pagos pelo Sistema Único de Saúde.

  7. Anemia ferropriva e estado nutricional de crianças de creches de Guaxupé Anemia and nutritional status of children in day-care centers in Guaxupé

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos César Camillo

    2008-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o estado nutricional e a prevalência de anemia ferropriva de crianças que freqüentam creches no município de Guaxupé, MG. MÉTODOS: Foram incluídas no estudo crianças de ambos os sexos, de 6 a 72 meses de idade, matriculadas em creches do município de Guaxupé. O estado nutricional foi aferido por meio do escore Z das relações estatura para idade e peso para a estatura. Para o diagnóstico de anemia utilizou-se a dosagem de hemoglobina, ferro sérico, capacidade total de ligação de ferro e o índice de saturação de transferrina. RESULTADOS: Escore Z OBJECTIVE: To evaluate the nutritional status and the prevalence of iron deficiency anemia in children attending public day care centers in the city of Guaxupé (MG, Brazil. METHODS: Children of both genders, from 6 to 72 months, registered in public day-care centers in the city of Guaxupé, were studied. Nutritional evaluation was conducted using the Z-score for height-to-age and weight-to-height relationships. Hemoglobin dosage, serum iron, total iron binding capacity and the transferrin saturation index were used for diagnosis of anemia. RESULTS: Z score < - 2 was observed in 3.3% of the children for the height-to-age relationship and of 0.4% for the weight-to-height relationship. Prevalence of total iron deficiency anemia was of 16.1%. In the age span from 6 to 36 months it was of 44.6%. The entire sample showed 45% with low serum iron, 37.9% with high total iron binding capacity and 43.1% with a low transferrin saturation index. CONCLUSION: Malnutrition was not considered to be a problem due to its low prevalence; however, an important prevalence of iron deficiency was observed. Iron deficiency anemia is more prevalent in children between 6 and 36 months confirming that this age span is more vulnerable. No association between iron deficiency anemia and the Z score of the studied anthropometry relationships was found.

  8. A contribuição dos alimentos fortificados na prevenção da anemia ferropriva The contribution of fortified foods in the prevention of iron deficiency anemia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliana P. Vellozo

    2010-06-01

    Full Text Available Este artigo enfoca a contribuição dos alimentos fortificados desenvolvidos a partir do crescente avanço dos conhecimentos científicos, cujas funções vão além da nutrição. Baseia-se no objetivo de produzir efeitos fisiológicos, garantindo a saúde e o bem-estar, corrigir deficiências inerentes às condições econômicas, sociais, buscando condições práticas e que respeitem os hábitos regionais, com vistas a suprir o consumo adequado de micronutrientes, principalmente para localidades onde se encontram elevadas prevalências, e ainda poder alcançar todos os segmentos da população, especialmente na fase pediátrica, onde as necessidades são relativamente maiores em função de crescimento. O Banco Mundial refere a importância da fortificação de alimentos como estratégia ao combate à deficiência de micronutrientes em todo o mundo. Ainda afirma que "nenhuma outra tecnologia pode oferecer oportunidade de melhorar vidas a tão baixo custo e em tão curto espaço de tempo". Os estudos têm demonstrado que a fortificação de alimentos é um dos melhores processos e muito eficaz para prevenir a deficiência nutricional de ferro da população em todo o mundo, por isso, nas condições de países em desenvolvimento, como o Brasil, faz-se extremamente necessária para melhoria, ou, até mesmo, para a solução da anemia carencial ferropriva.This article focuses on the contribution of fortified foods, developed from growing scientific knowledge, whose functions go beyond nutrition. Its main goal is to report on the physiological effects that improve health and wellness by correcting deficiencies inherent from the economic and social status of patients, pursuing practical conditions and respecting regional habits, in order to meet the needs of adequate micronutrient intake, in particular for locations where prevalence is high. Fortification should encompass all population segments, mainly in the pediatric phase, when needs are

  9. Aplicação de uma curva de ganho de peso para gestantes Application of a weight gain curve for pregnant women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arnaldo Augusto Franco de Siqueira

    1977-06-01

    Full Text Available Com a finalidade de estudar a influência do estado nutricional materno sobre o peso do recém-nascido, foi aplicado em 460 gestantes inscritas no Centro de Saúde Geraldo de Paula Souza o método antropométrico para o diagnóstico do estado nutricional de uma população de gestantes, pois este método é de fácil aplicação e não exige pessoal especializado. Parece existir uma relação positiva entre o peso pré-gestacional, o ganho de peso da gestante durante a gravidez, e o peso ao nascer do concepto, bem como a idade gestacior.al. Observou-se ainda que houve uma diferença de 296,7 gramas a mais no peso dos recém-nascidos de gestante com peso pré-gestacional adequado, que no grupo de gestante com peso pré-gestacional insuficiente. Em trabalhos anteriores descreveu-se a necessidade de se utilizar curvas ponderais para o diagnóstico do estado nutricional materno: a curva que ora se apresenta é mais simples que outras já descritas anteriormente. No momento está sendo testada para se avaliar a sua eficácia.The authors studied the influence of maternal nutrition on birth weight using anthropometric techniques because these methods are of low cost, and do not need specialized manpower for their application. In the 460 pregnant women attended at a prenatal care service, there was a positive relationship between pre-gestational weight gain during pregnancy, birth weight and gestational age. Babies born from mothers with adequate pre-gestational weight were 296.7 grammes heavier than those of women with insufficient weight. Anthropometric curves for the measurement of maternal weight have been simplified and now this new curve is being tested.

  10. PRÁCTICAS SEXUALES DE GESTANTES BRASILEÑAS

    OpenAIRE

    Sacomori,Cinara; Cardoso,Fernando Luiz

    2008-01-01

    Antecedentes: Las prácticas sexuales son influenciadas por aspectos de la naturaleza y de la cultura y con el avanzar de la gestación sufren modificaciones. Objetivo: Evaluar el impacto del desenvolvimiento del embarazo sobre prácticas sexuales de gestantes en Florianópolis (SC) - Brasil. Método: Investigación retrospectiva y no probabilística que tuvo como participantes 138 mujeres en el período post-parto inmediato de Florianópolis, Brasil. Fue utilizado el Cuestionario de Sexualidad en la ...

  11. Avaliação do impacto do Programa Nacional de Suplementação de Ferro em lactentes não anêmicos,Viçosa, MG

    OpenAIRE

    Azeredo, Catarina Machado

    2008-01-01

    O limitado sucesso de programas de profilaxia da anemia ferropriva em lactentes remete à necessidade de que sejam desenvolvidas pesquisas de avaliação desses programas, no intuito de melhor direcionar as políticas públicas de saúde em relação a esta carência. Neste sentido, o presente trabalho objetivou avaliar o impacto do Programa Nacional de Suplementação de Ferro (PNSF) em lactentes não anêmicos de 6 a 18 meses de idade, atendidos pelas Equipes de Saúde da Família (ESF) do município de Vi...

  12. Morfometria ovariana de bovinos de abate em Ibiporã – Paraná

    OpenAIRE

    Lima, João Ivo Perusso de; UNOPAR; Filho, Luiz Carlos Negri; UNOPAR; Sovernigo, Tobias Canan; UNOPAR; Junior, Celso Koetz; UNOPAR; Filho, Flavio Antonio Barca; UNOPAR; Lopes, Flavio Guiselli; UNOPAR; Silva, Luiz Cesar da; UNOPAR; Okano, Werner; UNOPAR

    2014-01-01

    O objetivo deste estudo foi avaliar a morfometria ovariana de 123 pares de ovários (79 gestantes – G1 e 48 não gestantes – G2) que foram coletadas em abatedouro em Ibipora, estado do Paraná. As dimensões ovarianas foram mensuradas usando um paquímetro digital medindo-se o comprimento e largura dos ovários direito e esquerdo, a presença de cistos foliculares e de corpo lúteo (CL). Em vacas leiteiras foram observadas diferença significativa para o tamanho do ovário direito em animais do grupo G...

  13. Prevalence and risk factors for HIV, syphilis, hepatitis B, hepatitis C, and HTLV-I/II infection in low-income postpartum and pregnant women in Greater Metropolitan Vitória, Espírito Santo State, Brazil Prevalência e fatores de risco para a infecção por HIV, sífilis, hepatite B, hepatite C e HTLV-I/II em parturientes e gestantes de baixa renda atendidas na Região Metropolitana de Vitória, Espírito Santo, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucia Helena Mello de Lima

    2009-03-01

    Full Text Available Sexually transmitted infections during pregnancy pose a major risk to the fetus due to vertical transmission. The study's objective was to determine the prevalence of HIV, syphilis, hepatitis B and C, and HTLV-I/II infection among low-income postpartum and pregnant women treated in Greater Metropolitan Vitória, Espírito Santo State, Brazil, and the risk factors associated with these infections. A cross-sectional study was conducted from February to October 1999 assessing postpartum and pregnant women from the maternity ward of the Vitória Mercy Hospital and the Carapina Outpatient Referral Unit in the Municipality of Serra, respectively. Patients were systematically interviewed and had blood samples drawn for serological tests (HIV 1&2, VDRL, HbsAg, anti-HCV, and HTLV-I/II. A total of 534 patients (332 postpartum and 202 pregnant women were assessed. Seroprevalence rates for the target infections in postpartum and pregnant women and the overall sample were as follows, respectively: HIV 0.9%, 0%, and 0.6%; syphilis 2.1%, 3.6%, and 2.7%; HBV 1.2%, 1%, and 1.1%; HCV 1.8%, 0.6%, and 1.4%; and HTLV-I/II 1.7%, 0.6%, and 1.3%. Factors associated with the various infections are presented and analyzed in light of other research findings from the literature.A ocorrência de doenças sexualmente transmissíveis durante a gravidez representa risco aumentado de morbidade e mortalidade para o feto e neonato em virtude da transmissão vertical. O objetivo deste estudo foi identificar a prevalência da infecção por HIV, sífilis, hepatites B e C e por HTLV-I/II em parturientes e gestantes de baixa renda da Região Metropolitana de Vitória, Espírito Santo, Brasil, e avaliar fatores de risco associados a essas infecções. Foi realizado estudo de corte transversal de fevereiro a outubro de 1999, avaliando 534 pacientes (332 parturientes e 202 gestantes. Todas as participantes foram submetidas a entrevista semi-estruturada, após a qual foi coletada uma

  14. Uso de dexmedetomidina em anestesia geral para tratamento cirúrgico de aneurisma cerebral, em paciente gestante, portadora de doença hipertensiva específica da gestação: relato de caso Uso de dexmedetomidina en anestesia general para tratamiento quirúrgico de aneurisma cerebral, en paciente embarazada, portadora de enfermedad hipertensiva específica del embarazo: relato de caso Dexmedetomidine in general anesthesia for surgical treatment of cerebral aneurysm in pregnant patient with specific hypertensive disease of pregnancy: case report

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kleber Machareth de Souza

    2005-04-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A incidência de cirurgias não obstétricas em pacientes gestantes é de 0,36% a 2%. No entanto, cirurgias visando o tratamento cirúrgico de aneurisma cerebral em gestantes são extremamente raras. A doença hipertensiva específica da gestação, apresenta prevalência clínica de 10% na população gestante. Trata-se de uma doença de elevada complexidade clínica, acometendo múltiplos órgãos e sistemas. A dexmedetomidina, fármaco agonista alfa2, apresenta importante seletividade para estes receptores, quando utilizada em doses clínicas terapêuticas e promove adequada estabilidade hemodinâmica, se empregada no período peri-operatório. O objetivo deste relato foi apresentar uma técnica com a qual fosse possível a manutenção da homeostase materna, preservando ao máximo o fluxo sangüíneo útero-placentário e a vitalidade fetal, sem deixar de lado aspectos fundamentais relativos à otimização da relação oferta/demanda de oxigênio cerebral e adequação das condições do tecido cerebral propícias ao manuseio cirúrgico. RELATO DO CASO: Gestante com 19 anos encaminhada para tratamento cirúrgico de aneurisma cerebral, estando na vigésima sétima semana de gestação. No pré-operatório, apresentava-se consciente, orientada, com presença de déficit à esquerda e quadro clínico compatível com toxemia gravídica. Foi administrada dexmedetomidina (1 µg.kg-1 em 20 minutos, seguida de indução anestésica com propofol (2,5 mg.kg-1, fentanil (7,5 µg.kg-1, lidocaína (1 mg.kg-1 e rocurônio (2 mg.kg-1 em seqüência rápida. A manutenção da anestesia foi obtida com propofol (50 µg.kg-1.min-1, alfentanil (1 µg.kg-1.min-1 e dexmedetomidina (0,7 µg.kg-1.min-1. A cirurgia foi realizada sem qualquer intercorrência, não havendo seqüela neurológica subjacente. CONCLUSÕES: Neste caso o uso da dexmedetomidina tornou possível um adequado manuseio hemodinâmico, mantendo otimizado o fluxo sang

  15. Atenção odontológica à gestante: papel dos profissionais de saúde

    OpenAIRE

    Codato,Lucimar Aparecida Britto; Nakama,Luiza; Cordoni Júnior,Luiz; Higasi,Maura Sassahara

    2011-01-01

    Trata-se de pesquisa qualitativa realizada com gestantes usuárias do Sistema Único de Saúde (SUS) e de serviços privados que objetivou identificar a percepção dessas mulheres sobre o papel dos profissionais de saúde em relação à atenção odontológica durante a gravidez, cujos dados foram coletados por meio de entrevistas gravadas, semiestruturadas por roteiro de questões e analisados por meio de análise de conteúdo temática. Concluiu que alguns profissionais de saúde alimentam e proferem mitos...

  16. Transtornos mentais na gravidez e condições do recém-nascido: estudo longitudinal com gestantes assistidas na atenção básica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daisy Oliveira Costa

    Full Text Available Resumo O objetivo do estudo foi verificar a presença e a associação entre diagnósticos prováveis de transtornos mentais em gestantes da atenção básica e condições dos recém-nascidos. Estudo longitudinal com gestantes (18 a 39 anos, no segundo e terceiro trimestres da gravidez, assistidas na atenção básica da região Metropolitana de São Paulo (fevereiro a agosto/2014. Foram aplicados: questionário sociodemográfico, instrumento para Avaliação de Transtornos Mentais na Atenção Primária e entrevista sobre informações e percepção do comportamento do recém-nascido. Das 300 gestantes entrevistadas, 76 apresentaram diagnóstico provável de transtorno mental, sendo que 46 apresentavam sintomas de depressão/distimia e 58, ansiedade/pânico. Observou-se baixo peso ao nascer e prematuridade em 14 e 19 dos recém-nascidos, respectivamente, e não foi verificada associação com diagnósticos prováveis de transtorno mental; a presença destes associou-se com a percepção materna de alterações no comportamento do recém-nascido. Gestantes em acompanhamento de pré-natal de baixo risco apresentam frequência relevante de transtornos mentais, logo, a identificação dessas alterações na gestação pode colaborar para melhor compreensão da dinâmica do binômio mãe-filho e na qualidade na assistência à família.

  17. Freqüência das infecções pelo HIV-1, rubéola, sífilis, toxoplasmose, citomegalovírus, herpes simples, hepatite B, hepatite C, doença de Chagas e HTLV I/II em gestantes, do Estado de Mato Grosso do Sul Frequency of HIV-1, rubella, syphilis, toxoplasmosis, cytomegalovirus, simple herpes virus, hepatitis B, hepatitis C, Chagas’ disease and HTLV I/II infection in pregnant women of State of Mato Grosso do Sul

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ernesto Antonio Figueiró-Filho

    2007-04-01

    Full Text Available Objetivou-se avaliar a freqüência das infecções por sífilis, rubéola, hepatite B, hepatite C, toxoplasmose, doença de Chagas, HTLV I/II, herpes simples, HIV-1 e citomegalovírus em gestantes e relacionar a faixa etária das pacientes com a freqüência das infecções. Estudo transversal de 32.512 gestantes submetidas à triagem pré-natal no período de novembro de 2002 a outubro de 2003. As freqüências encontradas foram de 0,2% para infecção pelo vírus HIV-1, 0,03% para rubéola, 0,8% para sífilis, 0,4% para toxoplasmose, 0,05% para infecção aguda pelo citomegalovírus, 0,02% pelo vírus herpes simples, 0,3% para hepatite B (HBsAg, 0,1% para hepatite C, 0,1% para HTLV I/II e 0,1% para doença de Chagas. Houve associação significativa entre faixa etária e infecções por rubéola, citomegalovírus, doença de Chagas e herpes vírus. As freqüências de rubéola, sífilis, toxoplasmose, doença de Chagas e citomegalovírus nas gestantes encontram-se abaixo dos valores descritos na literatura.It was aimed to estimate the frequency of syphilis, rubella, hepatitis B, hepatitis C, toxoplasmosis, Chagas’ disease, HTLV I/II, simple herpes virus, HIV-1 and cytomegalovirus in pregnant women and to evaluate the relationship between age and the frequency of the infections studied. A transversal study of 32,512 pregnant women submitted to pre-natal sreening in the period of November 2002 to October 2003. The frequency of the tried infections among the pregnant women were 0.2% of HIV-1, 0.03% of rubella, 0.8% of syphilis, 0.4% of toxoplasmosis, 0.05% of cytomegalovirus, 0.02% of simple herpes virus, 0.3% of HBsAg, 0.1% of hepatitis C, 0.1% of HTLV and 0.1% of Chagas’ disease. There was significative statistical association between age and prenatal infection of rubella, cytomegalovirus, Chagas’ disease and herpes virus. The rates of frequency of rubella, syphilis, toxoplasmosis, Chagas’ disease and cytomegalovirus in pregnant women

  18. La alimentación de la gestante adolescente: el cambio favorable A alimentação da gestante adolescente: o câmbiofavorável Diet of the pregnant adolescent: the favorable change

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    ISABEL RODRÍGUEZ HERNÁNDEZ

    2010-06-01

    Full Text Available El presente estudio de tipo cualitativo y etnográfico de pequeño alcance, tiene como objetivo describir el significado del cuidado de sí de un grupo de gestantes adolescentes y su hijo por nacer, con relación a la alimentación, a partir de sus prácticas, creencias y valores culturales, quienes asistieron a control prenatal a la Unidad de Atención Primaria (UPA de Candelaria la Nueva, Hospital Vista Hermosa, Ciudad Bolívar, Localidad 19 de Bogotá, en 2007. La información fue aportada por ocho adolescentes primigestantes de entre 17 y 19 años de edad, que estaban entre el cuarto y séptimo meses de gestación, sin patologías asociadas, que asistieron al primer control prenatal, seleccionadas intencionalmente y que estuvieron dispuestas a participar de la investigación (previo consentimiento informado. La recolección de datos se realizó a través de la entrevista etnográfica no estructurada; se obtuvo como resultado el significado del cuidado en las gestantes adolescentes y se aportaron tres grandes beneficios positivos del cuidado de la alimentación materna: cambio de hábito alimentario, alimentarse para proteger la salud del bebé y para que nazca sano, y alimentarse para proteger la salud de la madre adolescente. Dichos resultados, conjugados en el escenario cultural de las gestantes adolescentes, permiten explorar y conocer cómo se cuidan ellas a través de las prácticas soportadas en el saber como conocimiento y razón, y el uso como los artefactos que utiliza.O presente trabalho de tipo qualitativo e etnográfico de curto alcance visa descrever o significado do cuidado próprio de um grupo de gestantes adolescentes e seu filho por nascer em termos de alimentação e com base em suas práticas, crenças e valores culturais, que estiveram em controle pré-natal na Unidade de Atenção Primária (UPA de Candelaria La Nueva, Hospital Vista Hermosa, Ciudad Bolívar, Localidade 19 de Bogotá em 2007. A informação foi fornecida

  19. La alimentación de la gestante adolescente: el cambio favorable Diet of the pregnant adolescent: the favorable change A alimentação da gestante adolescente: o câmbio favorável

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    BERNAL ROLDÁN MARÍA CARMEN

    2010-04-01

    time pregnant adolescents between 17 and 19 years of age, who were between their fourth and sixth month of gestation, with no associated pathologies, who attended the first prenatal checkup, selected intentionally and that were willing to participate in the research (prior informed consent. The data collection was carried out through a non-structured ethnographic interview;. The result obtained was the meaning of care in pregnant adolescents. Three large positive benefits of maternal nutrition care were contributed namely: change of food habits, feed herself to protect the health of the unborn child, and feed herself to protect her own health. Said results, combined in the cultural environment of the pregnant adolescents, enables exploring and knowing the way they take care of themselves through practices supported on information such as knowledge and reason, and the employment of the artifacts they use.O presente trabalho de tipo qualitativo e etnográfico de curto alcance visa descrever o significado do cuidado próprio de um grupo de gestantes adolescentes e seu filho por nascer em termos de alimentação e com base em suas práticas, crenças e valores culturais, que estiveram em controle pré-natal na Unidade de Atenção Primária (UPA de Candelaria La Nueva, Hospital Vista Hermosa, Ciudad Bolívar, Localidade 19 de Bogotá em 2007. A informação foi fornecida por oito adolescentes primigestantes entre 17 e 19 anos de idade que estavam entre o quarto e o sétimo mês de gestação, sem patologias associadas, que foram ao primeiro controle pré-natal, escolhidas intencionalmente e que estiveram dispostas a participarem da pesquisa (prévio consentimento informado. A coleta de dados foi realizada através da entrevista etnográfica não estruturada; obteve-se como resultado o significado do cuidado nas gestantes adolescentes e se verificaram três grandes benefícios positivos do cuidado da alimentação materna: câmbio de hábito alimentar, alimenta

  20. Avaliação da eficácia do uso intravenoso de sacarato de hidróxido de ferro III no tratamento de pacientes adultos com anemia ferropriva Evaluation of the efficacy of intravenous iron III-hydroxide saccharate for treating adult patients with iron deficiency anemia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rodolfo D. Cançado

    2007-06-01

    Full Text Available O objetivo desse estudo foi avaliar a eficácia do uso intravenoso de sacarato de hidróxido de ferro III no tratamento de pacientes adultos com anemia ferropriva. No período de janeiro de 2003 a dezembro de 2005, estudamos cinqüenta pacientes com anemia ferropriva que apresentaram intolerância e/ou resposta inadequada ao tratamento com ferro por via oral e/ou valor de hemoglobina inferior a 7,0 g/dL. Os principais exames laboratoriais realizados foram: hemograma completo, contagem de reticulócitos, ferro sérico, capacidade total de ligação de ferro e ferritina sérica. Os pacientes receberam uma dose semanal de 200 mg de sacarato de hidróxido de ferro III diluído em 250 mL de soro fisiológico a 0,9%, administrado por via intravenosa em trinta minutos. O tratamento foi realizado até a obtenção do valor de hemoglobina igual ou maior que 12,0 g/dL para mulheres e 13,0 g/dL para homens, ou até a administração da dose total de ferro parenteral recomendada para cada paciente. A idade mediana dos cinqüenta pacientes estudados foi de 45 anos, variando entre 28 e 76 anos; quarenta (80,0% eram do sexo feminino. A causa mais comum de anemia ferropriva no sexo feminino foi sangramento uterino anormal observado em 25/40 pacientes (62,5% e, no sexo masculino, gastrectomia parcial em 7/10 (70,0%. Vinte e quatro (48,0% pacientes foram incluídos nesse estudo por falta de resposta à terapia com ferro oral, 22 (44,0% por intolerância ao ferro oral e quatro (8,0% por hemoglobina The objective of this study was to evaluate the efficacy of intravenous iron III-hydroxide saccharate to treat adult patients with iron deficiency anemia. Between January 2003 and December 2005 we studied 50 patients with iron deficiency anemia who presented intolerance or inadequate response to oral iron therapy, or hemoglobin level < 7 g/dL. The main laboratory tests performed were: complete blood cell count, reticulocyte count, serum iron, total iron-binding capacity

  1. Perfil alimentar das gestantes atendidas na estratégia de saúde da familia do Menino Deus do munícipio de Santa Cruz De Santa Cruz do Sul

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Júlia Beckenkamp

    2008-10-01

    Full Text Available A falta de conhecimento sobre uma alimentação saudável pelas gestantes, reflete diretamente nas suas escolhas dietéticas, que podem estar influenciadas por fatores como aumento do apetite, paladar acentuado, condições socioeconômicas e influências locais. O presente estudo investigou o consumo alimentar de gestantes em atendimento pré-natal na Equipe de Saúde da Família do Menino Deus, localizado no município de Santa Cruz do Sul, descrevendo os alimentos mais consumidos e apontando possíveis carências nutricionais durante o período gestacional. Foram avaliadas 12 mulheres no período gestacional que participam das reuniões do grupo, realizadas semanalmente às quintas-feiras, no período de 15 de agosto a 22 de setembro de 2005. As informações aqui analisadas foram obtidas através de um Questionário de Freqüência de Consumo Alimentar (QFCA aplicado a todas as gestantes do grupo. Apenas 17% referiram consumo diário de carne, enquanto 24% das entrevistadas não fazem uso da mesma, o que pode significar um déficit na ingesta protéica, bem como de ferro orgânico. O leite encontrase com melhor aceitabilidade quando comparado com a carne, pois 33% o consomem diariamente e 17% não tem esse hábito. Outra deficiência encontrada está relacionada ao consumo de vegetais. Do total de gestantes, 25 % não consomem vegetais diariamente; 17% utilizam uma vez por semana, e 17% consome vegetais duas vezes na semana. Outra distorção importante observou-se na ingesta de doces, pois esses são apontados como de consumo diário por 66% das gestantes, podendo causar em excessivo ganho de peso gestacional. Foi avaliado também o Índice de Massa Corporal - IMC gestacional, sendo representado por 58% de gestantes eutróficas; 25% de gestantes estão com sobrepeso e 17% em obesidade. Com o presente estudo foi possível verificar que o déficit maior na alimentação das gestantes encontrasse no consumo de carnes e vegetais. Existe, por

  2. Estado nutricional y ganancia de peso en gestantes peruanas, 2009-2010

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carolina Tarqui-Mamani

    2014-04-01

    Full Text Available Introducción: El estado nutricional materno pregestacional y la ganancia de peso durante el embarazo influyen en las condiciones maternas y perinatales e incrementan el riesgo de peso bajo al nacer, parto prematuro y la mortalidad materna perinatal. Objetivos: Describir el estado nutricional y la ganancia de peso de las gestantes que residen en los hogares peruanos. Diseño: Estudio observacional y transversal. Lugar: Instituto Nacional de Salud, Lima, Perú. Participantes: Gestantes que residen en los hogares peruanos. Intervenciones: La muestra fue probabilística, estratificada, multietápica e independiente en cada departamento del Perú, durante los años 2009 y 2010. De la muestra de 22 640 viviendas se incluyó 552 gestantes que aceptaron participar y se excluyó a las gestantes con discapacidad física que impidiera realizar la antropometría. Las mediciones antropométricas se hicieron según metodología internacional, el estado nutricional se obtuvo mediante el IMC pregestacional y la ganancia de peso se calculó según el Instituto de Medicina de los EE UU. Principales medidas de resultados: Estado nutricional y ganancia de peso de la gestante. Resultados: Se encontró que 1,4% de las gestantes iniciaron el embarazo con peso bajo, 34,9% con peso normal, 47% con sobrepeso y 16,8% con obesidad. Durante el embarazo, 59,1% de las gestantes tuvieron ganancia de peso insuficiente, 20% adecuada y 20,9% excesiva; independiente al IMC pregestacional. La mayoría de las gestantes con sobrepeso y obesidad vivían en la zona urbana y no fueron pobres. Conclusiones: Más de la mitad de las gestantes que residen en los hogares peruanos iniciaron el embarazo con exceso de peso (sobrepeso u obesidad y la mayoría de las gestantes tuvo insuficiente ganancia de peso durante el embarazo.

  3. Gestantes Soropositivas ao HIV: Maternidade, Relações Conjugais e Ações da Psicologia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marina Simões Flório Ferreira Bertagnoli

    Full Text Available Resumo: Mudanças no perfil da epidemia de HIV/Aids ampliaram discussões sobre condições materiais e subjetivas de vida e seu impacto como elemento estruturante da vulnerabilidade à contaminação. Neste contexto, estudar as relações de gênero e a submissão das mulheres aos parceiros é relevante para uma análise da vulnerabilidade entre elas. Este artigo apresenta resultados extraídos de estudo que analisou como mulheres, vulneráveis ao HIV pela própria relação de gênero, lidam com parceiros e com seus direitos reprodutivos. Realizaram-se entrevistas semiestruturadas com dez gestantes soropositivas ao HIV em atendimento pré-natal em ambulatório de ginecologia e obstetrícia especializado no atendimento a pacientes portadores de doenças infectocontagiosas, inserido em um hospital da rede pública de saúde no interior do estado de São Paulo que é considerado referência para a região em que residiam as participantes. Os resultados apontam dificuldades para a distribuição do poder nas relações de gênero como elemento estruturante da vulnerabilidade ao HIV. Entre as participantes, a maioria reconhece a si como vítima da ação de seus parceiros, culpando-os pelo contágio. Aponta-se a necessidade de reestruturar práticas de saúde no atendimento psicológico a mulheres soropositivas, considerando a necessidade de fortalecimento de recursos cognitivos/afetivos para o enfrentamento das vicissitudes do contágio e consequente ruptura com a naturalização como vítimas. Dentre as estratégias para fortalecimento destas mulheres estão: discussão da apropriação do processo do contágio; problematização do aceite tácito da pretensa superioridade masculina e das exigências do parceiro ou da família. O efeito da proposta é reconhecer a passividade feminina como elemento de vulnerabilidade das mulheres e fragilidade das práticas preventivas.

  4. Desenvolvimento de um Questionário Quantitativo de Freqüência Alimentar (QQFA para gestantes usuárias de Unidades Básicas de Saúde de Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thaís de Oliveira

    2010-12-01

    Full Text Available O objetivo do presente estudo foi desenvolver um questionário quantitativo de freqüência alimentar para gestantes adultas usuárias do Sistema Único de Saúde de Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil. Um inquérito recordatório de 24 horas (IR24h foi obtido de 150 gestantes, 50 em cada trimestre gestacional, com idade entre 18 e 35 anos. Um segundo IR24h foi obtido de 90 gestantes, 30 em cada trimestre gestacional, entre 7 e 15 dias após o primeiro inquérito. Uma lista de 85 alimentos foi estabelecida por regressão linear múltipla stepwise, estimando-se a contribuição percentual para a variabilidade interindividual da estimativa de energia e 28 nutrientes de interesse, com contribuição de 74,2 a 98,8% para os nutrientes de interesse selecionados. As porções alimentares foram determinadas de acordo com a distribuição percentual dos pesos relatados e descritas nos percentis 25, 50, 75 e 100. Desconhecemos a existência de questionário quantitativo de freqüência alimentar desenvolvido para gestantes no Brasil.

  5. Avaliação da dieta de gestantes com sobrepeso Evaluation of diet of overweight pregnant women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elizabeth do NASCIMENTO

    2002-08-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi avaliar o consumo alimentar e verificar a adequação de calorias e de alguns nutrientes em gestantes com sobrepeso pré-gestacional. Estudou-se uma amostra de 110 gestantes que freqüentavam ambulatório de assistência pré-natal na cidade de São Paulo. A alimentação foi verificada pelo método de inquérito recordatório de 24 horas. A proporção dos macronutrientes foi de 55% de carboidratos, 16% de proteínas e 29% de lipídios. A média de energia da dieta foi de 1736 kcal. Entre os micronutrientes analisados, apresentaram consumo inadequado: o cálcio, com aproximadamente 50% de adequação; o ferro, com 33%; e o folato, com 43%. A dieta mostrou-se satisfatória em energia e insuficiente em relação ao cálcio, ao ferro e ao folato. Estes dados permitem supor a existência de deficiências nutricionais específicas no grupo estudado.The objective of this study was to verify the adequacy of calories and some nutrients intake in pregnant women with pregestational overweight. A sample of 110 pregnant women, attending a prenatal assistance ambulatory of the city of São Paulo (Brazil, was evaluated. The diet was investigated by the 24-hour recall method. The proportion of macronutrients was 55% of carbohydrates, 16% of proteins and 29% of lipids. The median caloric consumption was 1736 cal. The intake of some micronutrients was fitting the recommendations in about 50% for calcium, 33% for iron and 43% for folate. The diet calories were satisfactory, but the amounts of calcium, iron and folate were insufficient. These data permit a presumption of the presence of specific nutritional deficiencies in the studied group.

  6. O consumo alimentar de gestantes adolescentes no Município do Rio de Janeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Cavalcante de Barros

    Full Text Available O crescimento da gravidez na adolescência é visto com preocupação pela área de saúde pública. O consumo de alimentos que atendam a alta demanda de nutrientes durante a gestação tem sido identificado como um componente relevante. O objetivo do estudo foi conhecer o consumo habitual dos alimentos e de energia e nutrientes entre gestantes adolescentes. Foram entrevistadas 1.180 mães adolescentes em maternidades do Município de Rio de Janeiro e aplicado um Questionário de Freqüência de Consumo Alimentar semiquantitativo simplificado. Os alimentos referidos por pelo menos 50% delas foram arroz, açúcar, manteiga, pão, feijão, leite, refrigerante, sucos, legumes e laranja. Observa-se um menor consumo de sucos, legumes e frutas entre as menores de 15 anos. No primeiro quartil de consumo, a ingestão mínima recomendada de energia, ferro, folato, vitamina C e cálcio não foi alcançada. Encontrou-se uma associação inversa entre o número de pessoas no domicílio e o consumo de energia e nutrientes. O relato de informação sobre alimentação no pré-natal e a informação de mudança de alimentação durante a gravidez esteve associado a um melhor consumo de energia e nutrientes. A atenção pré-natal mostrou-se como um cuidado fundamental para melhores resultados na gestação.

  7. O consumo alimentar de gestantes adolescentes no Município do Rio de Janeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Barros Denise Cavalcante de

    2004-01-01

    Full Text Available O crescimento da gravidez na adolescência é visto com preocupação pela área de saúde pública. O consumo de alimentos que atendam a alta demanda de nutrientes durante a gestação tem sido identificado como um componente relevante. O objetivo do estudo foi conhecer o consumo habitual dos alimentos e de energia e nutrientes entre gestantes adolescentes. Foram entrevistadas 1.180 mães adolescentes em maternidades do Município de Rio de Janeiro e aplicado um Questionário de Freqüência de Consumo Alimentar semiquantitativo simplificado. Os alimentos referidos por pelo menos 50% delas foram arroz, açúcar, manteiga, pão, feijão, leite, refrigerante, sucos, legumes e laranja. Observa-se um menor consumo de sucos, legumes e frutas entre as menores de 15 anos. No primeiro quartil de consumo, a ingestão mínima recomendada de energia, ferro, folato, vitamina C e cálcio não foi alcançada. Encontrou-se uma associação inversa entre o número de pessoas no domicílio e o consumo de energia e nutrientes. O relato de informação sobre alimentação no pré-natal e a informação de mudança de alimentação durante a gravidez esteve associado a um melhor consumo de energia e nutrientes. A atenção pré-natal mostrou-se como um cuidado fundamental para melhores resultados na gestação.

  8. Aplicación del proceso enfermero en gestante hemodializada

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eloísa Fernández Ordóñez

    Full Text Available Resumen La frecuencia de las gestaciones en mujeres en tratamiento con hemodiálisis está incrementándose en los últimos años. El aumento de fertilidad en estas pacientes se debe a la mejora de la eficacia de la diálisis, junto con el manejo clínico de la insuficiencia renal. Sin embargo, el embarazo de las pacientes hemodializadas sigue siendo un reto, debido a frecuentes complicaciones como la preeclampsia, la prematuridad severa, el polihidramnios, etc. Actualmente, se constata el ascenso de la tasa de supervivencia fetal y la disminución de la morbi-mortalidad materno-fetal. Presentamos el caso de una gestante en tratamiento con hemodiálisis que presenta una amenaza de parto prematuro a la 27+2 semanas de gestación. Se han formulado diagnósticos enfermeros siguiendo la taxonomía NANDA-NOC-NIC, con la finalidad de visibilizar la necesidad de un adecuado plan de cuidados en estas pacientes.

  9. O consumo de bebida alcóolica pelas gestantes: um estudo exploratório El consumo de bebida alcohólica por gestantes: un estudio exploratório The alcoholic beverage consumption by the pregnant women: an exploratory study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thalita Rocha Oliveira

    2007-12-01

    Full Text Available A pesquisa de natureza quantitativa de tipo exploratório teve como objetivo geral discutir os motivos/fatores que levam as gestantes a consumirem bebidas alcoólicas. O cenário foi o ambulatório de pré-natal de um hospital universitário do Estado do Rio de Janeiro. Fizeram parte do estudo 40 gestantes, tendo como instrumento de coleta de dados dois formulários com perguntas fechadas. A análise dos dados evidenciou que 10% das gestantes possuíam o hábito de consumir bebidas alcoólicas moderadamente, sendo o principal fator motivacional a presença em festas e comemorações, além de se sentirem felizes e descontraídas no momento do consumo. Quanto ao conhecimento sobre a teratogenia do álcool, constatou-se que apenas metade das gestantes que consumiram bebidas alcoólicas acreditava que esta prática poderia afetar seu filho. O estudo revelou que dados como o estilo de vida devem ser valorizados em assistência pré-natal pela enfermeira, direcionando ações educativas que visem à qualidade de vida do núcleo familiar.The research of quantitative and explorer nature had the general objective to argue the reasons/factors that take the pregnant women to consume alcoholic beverage. The scene was the Prenatal clinic of the Hospital Antonio Pedro, Niterói. Forty future mothers had been part of the study, having as instrument of collection of data two forms with closed questions. The analysis of the data evidenced that 10% of the pregnant women had the habit to consume moderately alcoholic beverage, being the main reason the presence in parties and commemorations beyond felt happy and relaxed at the moment of consumption. About the knowledge on the teratogen of the alcohol, it was evidenced that only half of the pregnant women that had consumed alcoholic beverage believed that this practical could affect its son. The study disclosed that data as the life style must be valued in Prenatal assistance being able to direct educative actions

  10. Vinculação da gestante e apego materno fetal

    OpenAIRE

    Schmidt, Eluisa Bordin; Argimon, Irani Iracema de Lima

    2009-01-01

    Este trabalho verificou as relações existentes entre o tipo de vinculação da gestante, sintomas de ansiedade, depressão e nível de apego materno fetal. Participaram 136 gestantes entre 18 e 42 anos de idade, do 6º ao 9º mês de gestação com escolaridade mínima de 5ª série. Foi realizado um estudo quantitativo, transversal, correlacional. Os instrumentos utilizados foram: Ficha de Dados Sociodemográficos, Escala de Vinculação do Adulto (EVA), Escala de Apego Materno Fetal (MFAS), Inventário de ...

  11. Percepciones de las gestantes en torno al cuidado humanizado por enfermería

    OpenAIRE

    Ivett Adriana Herrera-Zuleta; Leticia Alexis Bautista-Perdomo; María José López-Reina; Martha Isabel Ordoñez-Correa; Jennifer Johanna Rojas-Rivera; Hicela Suarez-Riascos; Julián Alberto Vallejo-Moreno

    2016-01-01

    Objetivo: determinar las percepciones de comportamiento del cuidado humanizado de enfermería en un grupo de gestantes del servicio de ginecobstetricia de un hospital de alta complejidad del sur-occidente de Colombia, mediante la aplicación de un instrumento, percepciones del cuidado humanizado en enfermería en su primera versión validada por la Universidad Nacional de Colombia. Materiales y Métodos: investigación cuantitativa descriptiva, de corte transversal. La muestra fue de 97 gestantes o...

  12. Anemia e deficiência de ferro em pré-escolares da Amazônia Ocidental brasileira: prevalência e fatores associados Anemia and iron deficiency among schoolchildren in the Western Brazilian Amazon: prevalence and associated factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Teresa Gontijo de Castro

    2011-01-01

    Full Text Available Estudo transversal de base populacional que investigou prevalênciasde anemia e fatores associados à anemia, anemia ferropriva e deficiência de ferro entre crianças de 6 a 60 meses da área urbana de dois municípios do Acre, Brasil (N = 624. Dosagens de hemoglobina sanguínea, ferritina e receptor solúvel de transferrina plasmáticas foram realizadas mediante sangue venoso. Condições sócio-econômicas, demográficas e de morbidade foram obtidas por questionário. Razões de prevalências foram calculadas por regressão de Poisson em modelo hierárquico. As prevalências de anemia, anemia ferropriva e deficiência de ferro foram de 30,6%, 20,9% e 43,5%, respectivamente. Menores de 24 meses apresentaram maior risco para anemia, anemia ferropriva e deficiência de ferro. Pertencer ao maior tercil do índice de riqueza conferiu proteção contra anemia ferropriva (RP = 0,62; IC95%: 0,40-0,98. Pertencer ao maior quartil do índice estatura/idade foi protetor contra anemia (0,62; 0,44-0,86 e anemia ferropriva (0,51; 0,33-0,79, e ocorrência recente de diarréia representou risco (anemia: 1,47; 1,12-1,92 e anemia ferropriva: 1,44; 1,03-2,01. A infestação por geohelmintos conferiu risco para anemia, anemia ferropriva e deficiência de ferro.This cross-sectional population-based study investigated prevalence rates and associated factors for anemia, iron deficiency anemia, and iron deficiency among children 6 to 60 months of age in two towns in Acre State, Brazil (N = 624. Hemoglobin, plasma ferritin, and soluble transferrin receptor were measured in venous blood samples. Socioeconomic, demographic, and disease data were obtained using a questionnaire. Prevalence ratios were calculated by Poisson regression in a hierarchical model. Prevalence rates for anemia, iron deficiency anemia, and iron deficiency were 30.6%, 20.9%, and 43.5%, respectively. Children younger than 24 months showed higher risk of anemia, iron deficiency anemia, and iron

  13. Efectividad de la funcionalidad familiar en familias con adolescentes gestantes y adolescentes no gestantes Efetividade da funcionalidade familiar no caso de famílias de adolescentes grávidas e adolescentes não grávidas Effectiveness of family functionality in families with pregnant and non pregnant adolescents

    OpenAIRE

    Alexandra García Rueda; Carmen Helena Martínez de Acosta

    2011-01-01

    Esta investigación tiene como objetivo comparar la evaluación de la efectividad de la funcionalidad familiar de familias con adolescentes gestantes, y no gestantes, atendidas en la Empresa Social del Estado, Instituto de Salud de Bucaramanga (ESE Isabu), durante el primer semestre de 2009. Es un estudio comparativo, transversal, cuantitativo, realizado con la participación de 77 familias con adolescentes gestantes y 104 familias con adolescentes no gestantes, en las cuales los informantes fue...

  14. Aplicação de programa educativo multidisciplinar em gestações de alto risco devido a doenças endócrinas

    OpenAIRE

    Feitosa,Alina Coutinho Rodrigues; Queiroz,Ana Maria; Vianna,Adriana Matos; Schleu,Minna

    2010-01-01

    OBJETIVO: avaliar a aplicação de um programa de intervenção multidisciplinar educativo em mulheres com gestação de alto risco devido a doenças endócrinas. MÉTODOS: avaliamos retrospectivamente a aplicação de um programa educativo multidisciplinar em 185 gestantes com doenças endócrinas referenciadas para uma maternidade especializada em gestação de alto risco. As gestantes receberam atenção pré-natal multidisciplinar por times compostos por endocrinologistas, obstetras, ultrassonografistas, e...

  15. Efectividad de la funcionalidad familiar en familias con adolescentes gestantes y adolescentes no gestantes Efetividade da funcionalidade familiar no caso de famílias de adolescentes grávidas e adolescentes não grávidas Effectiveness of family functionality in families with pregnant and non pregnant adolescents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandra García Rueda

    2011-07-01

    Full Text Available Esta investigación tiene como objetivo comparar la evaluación de la efectividad de la funcionalidad familiar de familias con adolescentes gestantes, y no gestantes, atendidas en la Empresa Social del Estado, Instituto de Salud de Bucaramanga (ESE Isabu, durante el primer semestre de 2009. Es un estudio comparativo, transversal, cuantitativo, realizado con la participación de 77 familias con adolescentes gestantes y 104 familias con adolescentes no gestantes, en las cuales los informantes fueron de cada familia: la adolescente gestante o no gestante, y un familiar que viviera en el mismo hogar de la adolescente participante en el estudio. Para la recolección de la información se utilizó el instrumento ASF-E, de María Luisa Friedemann (1, que mide el nivel de efectividad de la funcionalidad familiar por medio de las dimensiones: cambio, mantenimiento, individuación, coherencia, y las metas: espiritualidad, crecimiento, control, estabilidad del sistema familiar. En los resultados se encontró que las familias con adolescentes gestantes presentan un nivel alto de efectividad de la funcionalidad familiar, referido por las adolescentes gestantes (49,4% y sus familiares (54,5%; mientras que las familias con adolescentes no gestantes presentan un nivel intermedio de efectividad, referido tanto por adolescentes no gestantes como por sus familiares, con igual porcentaje: 57,7%. En conclusión, existen diferencias estadísticamente significativas entre los dos grupos de familias, sobre la efectividad de la funcionalidad familiar, identificada en la prueba T con p: 0,012. Igualmente hay diferencias en las metas de estabilidad (p 0,009 y control (p 0,007 y en las dimensiones de coherencia (p 0,013 y mantenimiento del sistema familiar (p 0,033.Esta pesquisa visa comparar a avaliação da efetividade da funcionalidade familiar das famílias de adolescentes grávidas e não grávidas; atendidas na Empresa Social do Estado Instituto de Saúde de

  16. Significado de las prácticas de cuidado cultural en gestantes adolescentes de Barranquilla (Colombia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maribel Muñoz-Henríquez

    2016-01-01

    Full Text Available Objetivo:describir el significado de las prácticas de cuidado cultural en un grupo de gestantes adolescentes asistentes al controlprenatal del Hospital Niño Jesús de Barranquilla, Colombia, y de su hijo por nacer.Método:estudio cualitativo etnográfico, en el que seaplicó el concepto propuesto por Leininger. Las participantes fueron: 10 gestantes adolescentes entre 15 y 19 años, y 12 enfermeras conexperiencia en el área. Las primeras como informantes clave, y las segundas como informantes generales.Resultados:el significadode las prácticas de cuidado cultural, para las gestantes adolescentes, se clasifica en tres temas: 1 prácticas de cuidado transmitidas degeneración en generación, predominando la línea femenina; 2 la confianza en Dios y el apoyo de la familia como una forma de cuidarse;3 dar a luz un hijo sano.Conclusiones:las prácticas de cuidado de las gestantes adolecentes están enraizadas en sus creencias, mitosy valores culturales heredados de generación en generación, lo que muestra patrones de cuidado cultural. Este aspecto debe ser identifi-cado por enfermería para ofrecer cuidados que sean culturalmente congruentes con esta población.

  17. Vinculação da gestante e apego materno fetal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eluisa Bordin Schmidt

    2009-08-01

    Full Text Available Este trabalho verificou as relações existentes entre o tipo de vinculação da gestante, sintomas de ansiedade, depressão e nível de apego materno fetal. Participaram 136 gestantes entre 18 e 42 anos de idade, do 6º ao 9º mês de gestação com escolaridade mínima de 5ª série. Foi realizado um estudo quantitativo, transversal, correlacional. Os instrumentos utilizados foram: Ficha de Dados Sociodemográficos, Escala de Vinculação do Adulto (EVA, Escala de Apego Materno Fetal (MFAS, Inventário de Depressão de Beck (BDI e Inventário de Ansiedade de Beck (BAI. A análise dos dados foi realizada por meio de estatística descritiva, teste exato de Fischer, simulações de Monte Carlo e Correlação de Pearson. Os resultados indicaram que existe associação significativa entre o tipo de vinculação da gestante e o apego materno fetal, e sintomas depressivos. As gestantes que apresentaram uma vinculação segura evidenciaram apego materno fetal alto e sintomas depressivos e ansiosos mínimos.

  18. Transmissão vertical do HIV: expectativas e ações da gestante soropositiva Transmisión vertical del VHI: expectativas y acciones de la gestante seropositiva HIV perinatal transmission: expectations and actions of hiv-positive pregnant women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edilene Lins de Moura

    2006-06-01

    Full Text Available Este estudo descritivo, com abordagem qualitativa, foi motivado pelo elevado número de casos de transmissão vertical do HIV. Teve como objetivo identificar as expectativas e ações da gestante HIV positivo quanto à gravidez e ao concepto. A amostra constituiu-se de 14 gestantes infectadas, assintomáticas, que conheciam sua soropositividade antes da gravidez e que estavam no 3º trimestre de gestação. Utilizou-se entrevista para a coleta de dados que ocorreu em 2001 e 2002. Empregou-se o Método do Discurso do Sujeito Coletivo para analisar os dados. Verificou-se que, quanto à maternidade, as gestantes tinham expectativas semelhantes, adaptaram-se à gravidez, e acreditavam na soronegatividade do bebê e na efetividade do tratamento. Concluiu-se pela necessidade de implementação de orientação para a saúde direcionada à mulher com enfoque na transmissão vertical do HIV/aids.Este estudio descriptivo, con aproximación cualitativa, fue motivado por el gran número de niños con transmisión vertical del VHI. Tuvo como objetivo identificar las expectativas y acciones de la gestante VHI positivo en cuanto al embarazo y al concepto. La muestra se constituyó de 14 gestantes infectadas, asintomáticas, que conocían su seropositividad antes del embarazo y que estaban en el 3.er trimestre de gestación. Para la recolección de los datos, realizada en el período de 2001 y 2002, se utilizó la entrevista. El Método de Discurso de Sujeto Colectivo fue empleado para analizar los datos. Se verificó que, en cuanto a la maternidad, las gestantes tenían expectativas semejantes. Se adaptaron a la gestación, confiaban en que el bebé seria suero negativo y en la efectividad del tratamiento realizado. Las conclusiones orientan hacia la necesidad de implementación de orientación sobre la salud de la mujer con acercamiento en la transmisión vertical del VHI/SIDA.This descriptive study with a qualitative approach was motivated by the high number

  19. Concepções de gestantes sobre o pré-natal realizado por profissional do programa Mais Médicos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carine Amabile Guimarães

    2016-10-01

    Full Text Available Objetivo: identificar as concepções de gestantes sobre o pré-natal, realizado pelos médicos do Programa Mais Médicos, em uma UBS. Método: trata-se de uma pesquisa de caráter exploratório com uma abordagem qualitativa. Participaram do estudo 14 gestantes atendidas pelo SUS. Para a coleta de dados, utilizou-se a entrevista individual com um questionário norteador com questões abertas e fechadas, sendo realizadas na sala de consulta de enfermagem da Unidade Básica de Saúde, no período de junho e julho de 2016. Os dados foram analisados por meio da análise temática. Resultados: na análise dos dados elencaram-se as categorias “Concepções sobre o atendimento recebido pelos profissionais do Programa Mais Médicos na realização do pré-natal”; “A escuta qualificada, o acolhimento e o vínculo como diferencial na atenção ao pré-natal na UBS”. Considerações finais: o estudo evidenciou que o atendimento realizado pelos profissionais do PMM alicerçam-se nos princípios do SUS, em que o acolhimento e o vínculo são priorizados e a escuta qualificada representa um diferencial na interação profissional usuária.

  20. Prevalência e fatores associados à prematuridade entre gestantes submetidas à inibição de trabalho de parto prematuro Prevalence and risk factors associated to preterm delivery among pregnant women submitted to preterm labor inhibition treatment

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucila Coca Bezerra

    2006-06-01

    Full Text Available OBJETIVOS: identificar a prevalência de parto prematuro em gestantes submetidas ao tratamento de inibição de trabalho de parto prematuro e analisar os fatores associados. MÉTODOS: estudo transversal, com dados coletados de 163 prontuários de gestantes submetidas a tratamento de inibição de trabalho de parto prematuro atendidas em 1995-2000, no Hospital Universitário da Universidade de São Paulo, Brasil. A variável dependente constituiu-se na ocorrência de parto prematuro e as independentes foram: idade, escolaridade, ocupação, paridade, companheiro, tabagismo, infecção urinária prévia, número de consultas pré-natal e intervalo interpartal. A análise foi feita pelo teste de associação pelo Qui-quadrado e modelos de regressão logística univariado e múltiplo. RESULTADOS: 66,3% das gestantes tiveram filhos prematuros e, em 22,7% dos casos, o parto ocorreu antes de 34 semanas. Houve associação estatística significativa entre parto prematuro e ser nulípara e apresentar número baixo de consultas pré-natal. CONCLUSÕES: atenção especial deve ser dada às gestantes nulíparas e com número reduzido de consulta pré-natal submetidas ao tratamento de inibição de trabalho de parto prematuro, com a finalidade de prevenir esse evento.OBJECTIVES: to identify preterm delivery prevalence in pregnant women submitted to preterm delivery inhibition treatment and to analyze associated factors. METHODS: cross sectional study with data collected from 163 pregnant women medical files seen from 1995-2000 at the University Hospital of the University of São Paulo, Brazil. The dependent variable was preterm delivery and the independent ones were: age, education, job, parity, companion, smoking, prior urinary infection, number of prenatal medical visits and birth interval. Analysis was performed through association by the Chi-square test and univariate and multiple logistic regression models. RESULTS: 66.3% of the women had preterm

  1. Atividade sérica das enzimas AST, CK e GGT em cavalos Crioulos AST, CK and GGT enzymes serum activities in Crioulo horses

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carina Franciscato

    2006-10-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi verificar a influência da idade, sexo, manejo e estado gestacional sobre a atividade sérica das enzimas: aspartato aminotransferase (AST, creatina quinase (CK e gama-glutamiltransferase (GGT em cavalos da raça Crioula. Foram utilizados 142 eqüinos, divididos em seis grupos: potros até um ano de idade; cavalos adultos em regime de atividade livre; cavalos adultos em treinamento; machos adultos; fêmeas não gestantes; fêmeas gestantes. O valor da CK foi mais elevado em animais adultos do que em potros, o mesmo tendo ocorrido em animais em atividade livre, comparados a animais em treinamento. Fêmeas não gestantes apresentaram valores das enzimas CK e GGT maiores que os machos; o valor da CK em fêmeas gestantes foi mais elevado do que em fêmeas não gestantes. A idade, o sexo, o manejo e o estado gestacional influenciam a atividade sérica da CK, e o sexo influencia a atividade sérica da GGT.The objective of this work was to evaluate the influence of age, sex, management and pregnancy status on aspartate aminotransferase (AST, creatine kinase (CK and gamma-glutamyltransferase (GGT enzymes serum activities of Crioulo horses. One hundred and forty-two horses, divided into six group were analyzed: yearlings; free activity of adult horses; training adult horses; male adult horses; nonpregnant and pregnant females. The CK enzyme activity value was higher in adult horses than in yearlings, and the same result was found when comparing free activity and training horses. Nonpregnant females had higher values for CK and GGT comparing to male horses, and CK values were higher in pregnant comparing to nonpregnant females. Age, sex, management and pregnancy status influence on CK serum activity, and sex influences on GGT serum activity.

  2. Consumo dietético de gestantes e ganho ponderal materno após aconselhamento nutricional Dietary intake of pregnant women and maternal weight gain after nutritional counseling

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliener de Souza Fazio

    2011-02-01

    Full Text Available OBJETIVOS: conhecer o consumo dietético de gestantes avaliando a ingestão de macronutrientes e micronutrientes, e verificar o ganho ponderal materno na gravidez. MÉTODOS: estudo retrospectivo do período de junho de 2002 a junho de 2008 com gestantes que receberam orientação nutricional durante pré-natal em hospital universitário, agrupadas de acordo com o estado nutricional antropométrico classificado pelo índice de massa corpórea (IMC pré-gestacional. O consumo dietético foi analisado pelas informações de entrevista de frequência alimentar realizada na primeira avaliação da gestante no serviço de nutrição, para obter os dados do hábito alimentar, calculando-se a ingestão de macronutrientes e micronutrientes. As gestantes receberam aconselhamento nutricional, e foi analisado o ganho ponderal materno na gravidez. RESULTADOS: do total de 187 gestantes que receberam orientação nutricional, 23 (12,2% eram de baixo peso, 84 (45,0%, eutróficas, 37 (19,8% com sobrepeso, e 43 (23,0%, obesas. As gestantes de baixo peso apresentaram menor consumo de lípides quando comparadas ao grupo com eutrofia (101,4 versus 137,3 g; p=0,043. A média do consumo de ferro foi maior nas gestantes eutróficas (14,6 mg/d quando comparadas às com sobrepeso (12,2 mg/d ou obesidade (10,9 mg/d; pPURPOSE: to determine the dietary consumption of pregnant women, by assessing the intake of macronutrients and micronutrients, and to verify the maternal weight gain during pregnancy. METHODS: a retrospective study conducted from June 2002 to June 2008 with pregnant women who received nutritional counseling during prenatal care at a university hospital, grouped according to anthropometric nutritional status classified by pregestational body mass index (BMI. The dietary intake was analyzed according to the information obtained in food frequency interviews, performed at the first evaluation of pregnant women in the service of nutrition to obtain data about

  3. Características epidemiológicas e nutricionais de gestantes vivendo com o HIV Epidemiological and nutritional characteristics of pregnant HIV-infected women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thelma Brandão

    2011-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Caracterizar o perfil epidemiológico e nutricional de gestantes com o vírus da imunodeficiência humana (HIV e os efeitos dessa infecção sobre o estado nutricional dessas mulheres durante a gravidez. MÉTODOS: Foi feito um estudo de coorte retrospectivo onde foram incluídas 121 gestantes com diagnóstico de infecção pelo HIV, gestação de feto único, que frequentaram pré-natal e fizeram o parto em uma unidade de referência para gestantes vivendo com HIV, no período de 1997 a 2007. Desfechos do estudo foram o estado nutricional inicial e final, avaliado pelo índice de massa corporal, o ganho ponderal, a anemia (hemoglobina PURPOSE: To describe the epidemiological profile and nutritional status of pregnant women infected with human immunodeficiency virus (HIV and its effect on the nutritional status of these women during pregnancy. METHODS: A retrospective cohort study was conducted on 121 pregnant women with HIV infection, single fetus pregnancies, who received prenatal care and delivered at a referral unit for HIV-infected pregnant women during the period from 1997 to 2007. Outcomes of the study were the initial and final nutritional status as measured by body mass index, weight gain, anemia (hemoglobin <11 g/dL and low birth weight. Bivariate analysis investigated the association of these outcomes with socio-demographic, clinical-care and dietary characteristics. We estimated the relative risks (RR with 95% confidence intervals (CI. RESULTS: At the beginning of pregnancy, 11.0% of the women were underweight, and in late pregnancy, the prevalence was 29.3%. Low educational level, urinary infection and worm infestation were associated with low gestational weight in late pregnancy. The percentage of insufficient weight gain was 47.5%, with well-nourished pregnant women (RR=3.3 95%CI 1.3-8.1 and women with no companion (RR=1.5 95%CI 1.1-2.2 having a higher risk for this outcome. The prevalences of overweight at the beginning

  4. Estudo-piloto: células NK nas gestantes com LES NK cells in pregnant patients with SLE: a preliminary study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alessandra Cardoso Pereira

    2009-08-01

    Full Text Available O sistema imune inato desempenha papel central na reprodução, tendo as células NK participação marcante. Durante a gravidez, seu comportamento pode esclarecer pontos cruciais na patogênese das complicações que podem ocorrer em gestantes com LES. OBJETIVO: Quantificar as células NK circulantes e sua viabilidade em gestantes com LES. MATERIAL E MÉTODOS: Avaliaram-se amostras de sangue de quatro grupos de dez pacientes cada: 1 GLES: Gestantes com LES; 2 PLES: Pacientes com LES não gestantes; 3 Gcontroles: Gestantes controles; 4 Controles: Mulheres não gestantes saudáveis. Em todas as pacientes, a quantidade e a viabilidade das células NK foram medidas por citometria de fluxo, assim como por apoptose total por coloração para anexina V e iodeto de propidium. RESULTADOS: Devido à variabilidade dos resultados, a mediana de cada grupo foi utilizada para avaliar: porcentagem CD56+ [GLES (0,10, PLES (0,12, Gcontroles (0,15, Controles (0,08]; apoptose total [GLES (0,06, PLES (0,04, Gcontroles (0,11, Controles (0,11]. Os resultados da contagem de células vivas tiveram baixa variabilidade, por isso média e desvio-padrão foram utilizados para comparação: [GLES (0,91 ± 0,06, PLES (0,95 ± 0,03, Gcontroles (0,86 ± 0,11, Controles (0,88 ± 0,08. CONCLUSÃO: Apesar de não terem alcançado valor de significância estatística, o percentual de apoptose total nos grupos com LES foi menor que o dos controles, e a porcentagem de células vivas foi maior. Isso sugere que, em pacientes com LES, grávidas ou não, as células NK têm vida útil prolongada (ou tem turnover menor/diferente, o que indica um maior estímulo imune, fazendo com que as células NK levem mais tempo para ativar o processo de apoptose.The innate immune system plays an important role in reproduction, with marked involvement of NK cells. These cells behavior during pregnancy may clarify crucial points in the pathogenesis of complications that may occur in pregnant women with

  5. Efetividade superior do esquema diário de suplementação de ferro em lactentes

    OpenAIRE

    Azeredo, Catarina Machado; Cotta, Rosângela Minardi Mitre; Sant'Ana, Luciana Ferreira da Rocha; Franceschini, Sylvia do Carmo Castro; Ribeiro, Rita de Cássia Lanes; Lamounier, Joel Alves; Pedron, Flávia Araújo

    2010-01-01

    OBJETIVO: Avaliar a efetividade de esquemas, diário e semanal, de suplementação profilática de ferro medicamentoso na prevenção da anemia ferropriva em lactentes não anêmicos. MÉTODOS: Estudo populacional, prospectivo, de abordagem quantitativa com intervenção profilática, realizado no município de Viçosa, MG, em 2007/8. Foram selecionadas 103 crianças não anêmicas, entre seis e 18 meses de idade, correspondendo a 20,2% das crianças cadastradas e atendidas pelas Equipes de Saúde da Família. A...

  6. Deficiência de ferro e anemia em escolares da área rural de Novo Cruzeiro (Minas Gerais) Brasil.

    OpenAIRE

    Rezende, Eliane Garcia; Santos, Margarete Aparecida; Lamounier, Joel Alves; Galvão, Márcio Antônio Moreira; Leite, Romário Cerqueira

    2008-01-01

    O reconhecimento da relação existente entre a deficiência de ferro e a presença ou ausência de anemia, comprometendo diversas funções do organismo humano, tem sido tema de debates na área de nutrição em âmbito internacional, especialmente por ser uma das deficiências mais prevalentes no mundo. Objetivo: este estudo descreve a ocorrência de deficiência de ferro e busca elucidar a frequência de anemia ferropriva em escolares de área rural. Casuística e Métodos: foram avaliados níveis de hemoglo...

  7. Percepciones de las gestantes en torno al cuidado humanizado por enfermería

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ivett Adriana Herrera-Zuleta

    2016-12-01

    Full Text Available Objetivo: determinar las percepciones de comportamiento del cuidado humanizado de enfermería en un grupo de gestantes del servicio de ginecobstetricia de un hospital de alta complejidad del sur-occidente de Colombia, mediante la aplicación de un instrumento, percepciones del cuidado humanizado en enfermería en su primera versión validada por la Universidad Nacional de Colombia. Materiales y Métodos: investigación cuantitativa descriptiva, de corte transversal. La muestra fue de 97 gestantes obtenidos por muestreo no probabilístico por conveniencia, mediante la fórmula para tamaño óptimo cuando la población es conocida. Se tuvo en cuenta las variables sociodemográficas y la percepción de los comportamientos de cuidado humanizado de enfermería. Resultados: el 59 % de las gestantes percibieron el comportamiento del cuidado humanizado como excelente; las categorías con mayor porcentaje fueron características de la enfermera, priorizar al ser de cuidado y proactividad, mientras que las categorías con menor valor fueron empatía, disponibilidad para la atención y dar apoyo emocional. Conclusión: el cuidado humanizado de enfermería, en todas las categorías, fue calificado como bueno y excelente, lo que demuestra una adecuada percepción por parte de las gestantes; sin embargo, es importante fortalecer aspectos relacionados con la empatía y la actitud.

  8. O processo de cuidar participante com um grupo de gestantes: repercussões na saúde integral individual-coletiva The participant caring process with a group of pregnant: impact in the individual and collective health

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Regina Rufino Delfino

    2004-12-01

    Full Text Available O artigo tem como objetivo conhecer a repercussão da aplicação de um processo de cuidar participante na saúde integral individual-coletiva de um grupo de gestantes. O estudo foi realizado através de atividade prática de cuidado em saúde, desenvolvida com um grupo de dez gestantes, no período de setembro a dezembro de 2002. As atividades grupais se deram em seis oficinas de saúde, ao término das quais foi realizada uma visita domiciliar a cada uma das participantes. Numa abordagem qualitativa, o levantamento dos dados foi realizado pela observação participante com entrevista nas dinâmicas de oficinas e nas visitas domiciliares, delineadas pelo Referencial do Cuidado Holístico-Ecológico. Através do processo de análise-reflexão-síntese, foram identificadas as repercussões do desenvolvimento do processo de cuidar participante nas seguintes dimensões: a gestante com ela própria; a gestante com o seu bebê e com os familiares; e os familiares e a gestante com a comunidade. A busca do conhecimento alicerçada na abordagem participante influenciou na ampliação do conceito de saúde e de cidadania no contexto das gestantes e dos seus coletivos. A utilização de abordagens dos novos paradigmas pode contribuir para a construção do conhecimento e com o processo de promoção da saúde, bem como subsidiar trabalhos interdisciplinares.To study the impact of the use of a participant caring process on the individual and collective health care applied to a group of pregnant. The study was carried out through health care practices with ten pregnant individuals from September to December, 2002. Group activities were developed in six health workshops followed by a home visit to each participant. Using qualitative approach, data were collected through participant observations and interviews during the workshops and home visits, as designed in the Ecological and Holistic Care Reference. The effects of the participant health care were

  9. Representação de gestantes tabagistas sobre o uso do cigarro: estudo realizado em hospital do interior paulista Representaciones de embarazadas fumadoras sobre uso del cigarrillo: estudio realizado en hospital cerca de la ciudad de São Paulo Representation of pregnant smokers on cigarette use: a study carried out at a hospital in the interior of the state of São Paulo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marina Possato

    2007-09-01

    Full Text Available Este estudo objetivou apreender as representações de gestantes tabagistas sobre o uso de cigarro. Utilizou-se como referencial teórico a Teoria das Representações Sociais. Para análise dos dados, construiu-se o Discurso do Sujeito Coletivo. Das 27 mulheres entrevistadas, 18 possuíam primeiro grau completo, oito, o segundo grau completo e uma, ensino superior; 14 tinham união estável, seis eram casadas. Quatro temas emergiram: 1 o início do hábito de fumar: prática social e natural; 2 satisfação versus culpa; 3 uma bomba: efeitos do cigarro na gestação; 4 cessação: entre o querer e o poder. Apreendeu-se representação negativa do cigarro, considerado o pior dos vícios e potencial causador de complicações feto-maternas. O tabagismo foi representado de maneira preconceituosa, desconsiderando a existência e necessidade de tratamento. Emergiram dificuldades relativas à cessação, trazendo a necessidade de ajuda profissional, para informações, abordagem e tratamento adequados e apoio para que se alcance êxito.El objetivo fue aprehender representaciones de gestantes fumadoras sobre el uso del cigarrillo. Se utilizó la Teoría de las Representaciones Sociales. Para análisis de los datos, se construyó el Discurso del Sujeto Colectivo. De las 27 mujeres entrevistadas, 18 tenían el primero grado completo, 8 el segundo grado completo y una, la educación más alta; 14 tenían unión estable, 6 estaban casadas. Cuatro temas emergieron: 1 inicio del hábito de fumar: práctica social y natural; 2 satisfacción versus culpa; 3 una bomba: efectos de l cigarrillo en la gestación y 4 cesación: entre el querer y el poder. Se manifestaron los negativos del cigarrillo, considerado el peor de los vicios y potencial causador de complicaciones feto-maternas. El tabaquismo fue representado de manera prejuzgada, desconsiderando la existencia y necesidad de tratamiento. Emergieron dificultades hacia la cesación y necesidad de ayuda

  10. Marcadores de estrés oxidativo en placentas de gestantes añosas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silvia Suárez

    2007-12-01

    Full Text Available Introducción: Un factor de riesgo alto ginecoobstétrico que contribuye a la morbimortalidad materna perinatal es la edad materna mayor de 35 años. Es posible que el estado oxidativo en la placenta de la gestante añosa sea mayor a la de la gestante no añosa. Objetivo: Evaluar el estado oxidativo de la placenta en gestantes mayores de 35 años. Diseño: Estudio observacional y transversal. Lugar: Hospital Nacional Docente Materno Infantil San Bartolomé y Centro de Investigación de Bioquímica y Nutrición de la Universidad Nacional Mayor de San Marcos. Material biológico: 28 placentas de gestantes de 35 años o más y 28 placentas de gestantes de menos de 35 años, obtenidas de partos vaginales a término. Intervenciones: La muestra de placenta se homogenizó al 10% con buffer fosfato 10 mM, pH 7,4, se centrifugó a 2000 rpm por 5’. Parte del sobrenadante se usó para analizar lipoperoxidación y glutatión (GSH; el sobrenadante restante fue centrifugado a 42 000 rpm por 1 hora, para medir actividad de superóxido dismutasa (SOD. Principales medidas de resultados: Estado oxidativo de placentas obtenidas de mujeres añosas y no añosas. Resultados: La actividad de la SOD y el contenido de GSH placentarios en añosas fue 43,52 U/g de tejido y 4,67 µmol/mL x 10-²; para el grupo control fueron 54,13 U/g de tejido y 6,02 µmol/mL x 10-², respectivamente; en ambos hubo significancia estadística (p < 0,05. La medición de TBARS (lipoperoxidación no mostró diferencias significativas. Conclusiones: Las placentas obtenidas de mujeres añosas muestran menor capacidad de defensa antioxidante frente a las placentas obtenidas de mujeres no añosas.

  11. Descubriendo las prácticas de cuidado de adolescentes gestantes con infección vaginal Discovering care practices of pregnant adolescents with vaginal infection Descobrindo as práticas de cuidado de adolescentes gestantes com infecção vaginal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    MUÑOZ DE RODRÍGUEZ LUCY

    2009-12-01

    ethnographic design, based on ethno-nursing of Leininger’s trans-cultural theory. Interviews and Spradley’s ethnographic analysis were used and an average of three interviews was applied to each one of the 7 participants, until saturation of information was achieved. The sample’s representativeness was based on the quality of the information offered. From the in depth analysis, three domains and taxonomies were built: 1. Knowledge of vaginal infection, 2. Protecting actions, 3. Counseling received. The study revealed that pregnant adolescents had knowledge of vaginal infections, they knew its causes and consequences and they established protective measures aimed at combating the infection and at avoiding re-infection, with treatments based more on informal counseling rather than on a formal one. For pregnant adolescents, treating the vaginal infection meant putting into practice the advice received from the informal and formal sources in combating vaginal infection until it disappear and in avoiding re-infection as well as complications for themselves and for the baby to be born. The different ways they had of knowing and of establishing care practices during the vaginal infection were evident and the absence of formal counseling from professional nurses was highlighted.O estudo visa descobrir o significado de cuidado a partir de práticas e crenças culturais das adolescentes gestantes com diagnóstico de infecção vaginal que se apresentaram no posto de controle pré-natal da ESE Hospital San Rafael de Girardot durante o primeiro trimestre de 2007. Desenho qualitativo, de tipo etnográfico, baseado na etnoenfermagem da teoria transcultural de Leininger. A técnica de pesquisa esteve baseada no uso do questionário e analise etnográfica de Spradley, com uma média de três entrevistas a cada uma das sete participantes, até que houve suficiente informação. A amostra esteve caracterizada pela qualidade da informação fornecida. A partir da análise em

  12. Proteinúria e ácido úrico sérico maternos em pacientes com síndrome de HELLP

    OpenAIRE

    Cunha, Hilda Helena Souza

    2012-01-01

    Objetivo: Avaliar a associação dos níveis maternos de ácido úrico sérico (AU) e proteinúria e os dados clínicos e demográficos em gestações complicadas por síndrome de pré-eclâmpsia (SPE), com síndrome de HELLP.Métodos: Cento e sessenta e nove gestantes foram divididas em dois grupos: Grupo 1 - HELLP – gestantes com SPE complicada pela síndrome de HELLP (n=64); Grupo 2 – SPE – gestantes com SPE sem síndrome de HELLP (n=105).Resultados: Não ocorreram diferenças estatisticamente significativas ...

  13. VIOLÊNCIA CONTRA GESTANTES EM DELEGACIAS ESPECIALIZADAS NO ATENDIMENTO À MULHER DE TERESINA-PI

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ariane Gomes dos Santos

    2010-01-01

    Full Text Available La violencia contra la mujer es definida como cualquier acción o conducta basada en violencia de género, que cause muerte, daño o sufrimiento físico, sexual o psicológico. El objetivo fue medir el fenómeno de la violencia doméstica contra las mujeres embarazadas mediante la denuncia de maltrato en Comisarías Especializadas en Atención a la Mujer, en Teresina- -PI. Investigación cuantitativa del tipo análisis documental, retrospectivo. Para recolectar datos se utilizó un formulario semiestructurado. La muestra estuvo conformada por 71 notificaciones policiales de mujeres embarazadas violadas en 2008 en dos Comisarías de la Mujer de Teresina-PI. Se observó que 42,3% de las embarazadas era ama de casa; 31,0% tenía entre 22 y 26 años de edad; los principales responsables por la violencia fueron sus compañeros (38,0%, maridos (18,3% y ex- -compañeros (18,3%; se destacaron los tipos de violencia física (32,5%, psicológica (31,7% y moral (30%. Se concluyó que la población de embarazadas que denunció a su pareja no fue significativa, probablemente por tornarse más manejables ante las promesas del compañero de no volver a agredirla.

  14. Qualidade do pré-natal: uma comparação entre gestantes atendidas na Faculdade de Medicina de Barbacena e na Universidade Federal de Juiz de Fora

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Eduvige Amaral

    2016-10-01

    Full Text Available Introdução: A assistência ao pré-natal é fundamental para os resultados perinatais, pois quanto melhor a qualidade do amparo, mais favoráveis são os resultados e menores são as taxas de mortalidade materna e perinatal. Objetivos: Avaliar a qualidade do pré-natal com base no número de consultas e na idade gestacional no início do pré-natal, através da criação de um modelo experimental baseado na assistência clínica e na realização de exames complementares. Métodos: Estudo de corte transversal, em que foram analisados 150 prontuários de gestantes atendidas no Serviço de Obstetrícia da Universidade Federal de Juiz de Fora e 51 prontuários de gestantes atendidas na Unidade Básica de Saúde do bairro Santa Cecília no município de Barbacena/MG. Resultados: Não houve diferenças socioeconômicas, em relação aos aspectos obstétricos, exames complementares, complicações clínicas, obstétricas, nem sorologias para toxoplasmose, sífilis e HIV. Entretanto, o número de consultas, idade gestacional na primeira consulta, exame das mamas, sorologias para rubéola, exame macroscópico dos fluxos genitais, coleta colpocitológica, ganho de peso durante o pré-natal, anemia e a infecção urinária apresentaram diferença significativa. Conclusão: O pré-natal de Barbacena foi considerado adequado em 78,4% dos casos pelo Índice de Kessner modificado por Takeda (IKMT e adequado intermediário pelo Índice de Acesso e Assistência ao Pré-natal (IAAPN. Já o pré-natal de Juiz de Fora foi considerado adequado em 77,3% pelo IKMT e adequado superior pelo IAAPN.   Palavras-chave: Cuidado pré-natal; gestantes; consultas

  15. Monitorização materno-fetal durante procedimento odontológico em portadora de cardiopatia valvar

    OpenAIRE

    Neves,Itamara Lucia Itagiba; Avila,Walkiria Samuel; Neves,Ricardo Simões; Giorgi,Dante Marcelo Artigas; Santos,Jorge Francisco Kuhn dos; Oliveira Filho,Ricardo Martins; Grupi,Cesar José; Grinberg,Max; Ramires,José Antonio Franchini

    2009-01-01

    FUNDAMENTO: Os efeitos da anestesia local em odontologia com lidocaína e epinefrina, sobre parâmetros cardiovasculares de gestantes portadoras de valvopatias e seus conceptos, não estão esclarecidos. OBJETIVO: Avaliar e analisar parâmetros da cardiotocografia, de pressão arterial e eletrocardiográficos da gestante portadora de doença valvar reumática, quando submetida à anestesia local com 1,8 ml de lidocaína 2% sem vasoconstritor e com epinefrina 1:100.000, durante procedimento odontológico ...

  16. Programa de atención integral a la adolescente gestante

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gloria Esperanza Zambrano-Plata

    2017-06-01

    Full Text Available El presente artículo es el resultado del programa de atención integral dirigido a las adolescentes gestantes y ejecutado en la Unidad Básica Comuneros de la ESE IMSALUD. Este programa, brinda atención a las usuarias de acuerdo a lo definido en la norma técnica 0412 del 2000 para el control prenatal y detección de las alteraciones del embarazo; además , de incluir un componente biosicosocial y educativo donde se involucra a la pareja y familia a fin de prevenir y controlar factores de riesgo para obtener hijos y madres sanas. Participaron 167 gestantes adolescentes entre los 16 a 19 años con nivel educativo media secundaria, de nivel socioeconómico 1 y 2, pertenecientes a los regímenes subsidiado y vinculado. Durante el desarrollo del programa, a las usuarias se les realizo el control prenatal el cual se conforma de anamnesis, examen físico, revisión de paraclínicos, remisión a medicina general, odontología y sicología para el manejo integral de la gestante. El componente educativo se realizaba en forma individual y grupal mediante el curso: “Preparación para la Maternidad y la Paternidad”, los contenidos se centraban en la preparación para el parto y la crianza, detección y control de factores de riesgo, fortalecimiento del autoestima, proyecto de vida y rol materno y paterno, empleándose metodologías dinámicas adaptadas a las características de las usuarias. Igualmente se realizaba visita domiciliara durante la gestación y el puerperio con el propósito de detectar tempranamente y controlar factores de riesgo ambientales, de estilos de vida y del entorno familiar.

  17. Concepciones del embarazo en adolescentes gestantes de la ciudad de Bucaramanga

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Beatriz Andrea del Pilar Niño

    2017-09-01

    Full Text Available Introducción: El embarazo adolescente es una problemática que tiene consecuencias en la vida de las adolescentes y sus familias. Conocer las concepciones y representaciones que tienen las adolescentes gestantes es una herramienta fundamental para fortalecer la toma de decisiones y las redes de apoyo social. Objetivo: Identificar las concepciones sobre el embarazo, las características sociales, económicas y de redes de apoyo en un grupo de adolescentes gestantes de Bucaramanga. Materiales y Métodos: Se realizó un estudio cualitativo (estudio de caso mediante las técnicas de grupo focal, observación participante y elaboración de diario de campo. Se incluyeron 15 participantes de las 100 adolescentes beneficiadas por el Programa Plan Padrino de la Secretaría de Salud y Ambiente de Bucaramanga durante el año 2014. Resultados: La mayoría de las participantes refirieron que, aunque el embarazo fue no deseado lo han aceptado y asumido con grandes cambios en sus vidas, especialmente la relación con sus amigos y con su familia. Identificaron como red de apoyo fundamental la familia. Discusión: Las concepciones sobre embarazo en las adolescentes coinciden con los estudios reportados en Colombia en el sentido que lo asumieron con responsabilidad, pero les representó un doble reto en especial para continuar con sus estudios. Conclusiones: Fortalecer la red de apoyo de las adolescentes en especial la relacionada con procesos educativos y de familia. Cómo citar este artículo: Niño BAP, Ortíz SP, Solano S, Amaya CM, Serrano L. Concepciones del embarazo en adolescentes gestantes de la ciudad de Bucaramanga. Rev Cuid. 2017; 8(3: 1875-86. http://dx.doi.org/10.15649/cuidarte.v8i3.448

  18. GRUPO DE GESTANTES E CASAIS GRÁVIDOS: PARCERIA DO DEPARTAMENTO DE ENFERMAGEM E HOSPITAL UNIVERSITÁRIO/ UFSC

    OpenAIRE

    Zampieri, Maria de Fátima Mota; Gregório, Vitória R. P.; Custódio, Zaira A. de Oliveira; Regis, Maria Isabel; Bolsoni, Eduarda B.; Copelli, Fernanda Hannah S.; Coelho, Mariane

    2014-01-01

    Relato de experiência sobre as atividades desenvolvidas no grupo de Gestantes e Casais Grávidos. È um projeto de extensão, gratuito e educativo, realizado desde de 1996, dirigido às gestantes e acompanhantes. Coordenado por docentes do Departamento de Enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina, psicóloga do Hospital Universitário e educadora perinatal. Os encontros de cada grupo são realizados semanalmente no Núcleo de Capacitação Técnica durante oito semanas, sendo constituídos de ...

  19. Saúde bucal materno-infantil: um estudo de representações sociais com gestantes

    OpenAIRE

    Finkler, Mirelle; Oleiniski, Denise Maria Belliard; Ramos, Flávia Regina Souza

    2004-01-01

    Trata-se de um estudo qualitativo, que objetivou compreender as representações sociais de gestantes sobre questões relacionadas à saúde bucal, por meio de entrevistas semi-estruturadas. A discussão dos resultados procura colaborar na instrumentalização dos profissionais da saúde ao proporcionar uma reflexão sobre a atual assistência odontológica prestada à gestante, a partir de achados tais como o entendimento do tratamento odontológico durante a gestação como um risco à saúde do feto e da in...

  20. Prevalencia de anemia en gestantes en un área de salud

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marianela de la C Prendes Labrada

    2000-02-01

    Full Text Available Se realizó un estudio descriptivo de corte transversal en el período comprendido entre enero y septiembre de 1998 en el área del Policlínico Santos Suárez con el objetivo de determinar la prevalencia de la anemia en gestantes, su relación con la edad, el estado nutricional materno y el peso al nacer. La muestra estuvo constituida por las 209 gestantes que se captaron en este período. Se realizó revisión de las historias clínicas obstétricas y los datos se recogieron en planilla confeccionada al efecto, se utilizó el cálculo porcentual para su procesamiento. La prevalencia de la anemia en las embarazadas estudiadas fue del 64,59 %, el 83,74 % tenían entre 20 y 35 años. Las gestantes con valoración ponderal inicial (V.P.I. peso bajo I-II-III-IV y peso adecuado desarrollaron anemia con mayor frecuencia. Predominó la hemoglobina entre 109-100 g/l en los 3 trimestres de la gestación independientemente de la V.P.I. La mayoría de las gestantes anémicas (80,74 % se trataron con tabletas prenatales solamente y aportaron recién nacidos con un peso menor de 3 000 gA descriptive cross-sectional study was conducted between January and September, 1998, in the area of the "Santos Suárez" Polyclinic in order to determine the prevalence of anemia in pregnant women, its relatioship with age, maternal nutritional state and birth weight. The sample was composed of 209 pregnant women that were caught in this period. The obstetric medical histories were reviewed and the data were collected in forms created to this end. The percentage calculstion was used for their processing. The prevalence of anemia among the studied expectants was of 64. 59 %. 83.74 % were between 20 and 35 years old. Those pregnant women with initial weighted assessment (IWA considered as low weight I-II-III-IV an adequate weight developed anemia with higher frequency. Haemoglobine from 109 to 100 g/L predominated during the 3 trimesters of pregnancy independently of I

  1. Factores de capacidad en el uso de control prenatal adecuado en gestantes de Sincelejo (Colombia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Clarybel Miranda Mellado

    2016-01-01

    Full Text Available Objetivo: Determinar los factores de capacidad relacionados con el uso adecuado de control prenatal en gestantes de Sincelejo (Colombia en 2014. Materiales y métodos: Estudio analítico de corte transversal, con una muestra de 730 gestantes, seleccionadas mediante muestreo por conglomerados. La información fue reco - lectada por medio de Encuesta Sociodemográfica y de Caracterización familiar, Escala de Apgar Familiar y Escala de Satisfacción con los Servicios Sanitarios. Para la tabulación de datos se usó Microsoft Excel V-2010, SPSSS V-17, y para el análisis, las pruebas OR y Análisis Multivariado. Resultados: El 97,7 % de las gestantes asiste al control prenatal. Sobre las razones de asistencia, 83,9 % (598 dijo que lo hacía para detectar alteraciones y 14,6 % (104 por recomendación de alguien; las 17 gestantes que no asistían al control citaron como razo - nes: porque deben hacer mucho trámite (47,1 %(8, por haber perdido la cita (23,5 %(4, porque creen no necesitar el control porque habían tenido hijos sin problemas (23,5 %(4, y porque creen que es muy temprano para iniciar el control (5,9 %(1. Acerca del uso de control prenatal se encontró que el 75,6 % (552 hace uso adecuado de este servicio. Conclusiones: Al hacer un análisis estadístico mediante razones de momios ( OR , para hallar asociación con los factores de capacidad, se encontró asociación estadísticamente significativa entre el uso adecuado de control prenatal y dos variables de capacidad: la afiliación a un régimen de salud y la satisfacción con los servicios de control prenatal.

  2. Información sobre la lactancia materna de las gestantes en su tercer trimestre

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Remigio Rafael Gorrita Pérez

    2012-12-01

    Full Text Available Introducción: son universalmente reconocidas las virtudes de la lactancia materna -y es obvio que la mujer está dotada fisiológicamente para el amamantamiento y en un gran número de organizaciones internacionales de salud de diferentes países se han diseñado políticas con el objetivo de promover adecuadamente esta inigualable práctica- pero aún son múltiples los obstáculos que se presentan a su establecimiento exitoso, y los resultados, a largo plazo, no son satisfactorios. Objetivo: evaluar la información que, sobre lactancia materna, poseen las gestantes en el tercer trimestre de su embarazo, que pertenecen al Policlínico "Mártires del 9 de Abril", del municipio San José de las Lajas. Métodos: se realizó un estudio descriptivo, transversal, para conocer el nivel de información sobre lactancia materna, en el tercer trimestre, de 114 gestantes del Policlínico "Mártires del 9 de Abril", de San José de las Lajas. Se valoraron sus historias de salud individual y familiar, y se les aplicó un cuestionario con 22 preguntas que se evaluó cualitativa y cuantitativamente. Resultados: solo la quinta parte de las gestantes poseía la información suficiente sobre lactancia materna, aunque la mayoría había asumido que sí los tenía. Más de la mitad de los 17 aspectos explorados, eran deficientes en más del 50 % de las encuestadas. Los errores más frecuentes fueron: momento de dar agua al niño con lactancia materna exclusiva, cuándo brindar otro alimento, hasta cuándo mantener la lactancia materna, cómo debe ser la dieta de la madre, el alternamiento y el aseo de los pechos, y los impedimentos de la madre para la lactancia. Conclusiones: gran número de gestantes evidencian desconocimientos o actitudes equivocadas de diversa índole en relación con la lactancia materna exclusiva, aunque creen tener dominio del tema. Se deben explorar otros aspectos, además de los conocimientos sobre la lactancia, que, sin duda, atentan

  3. Significados que las gestantes hospitalizadas le atribuyen a la experiencia de tener preeclampsia

    OpenAIRE

    Noguera Ortiz, Norma Yaneth

    2012-01-01

    Diseño, muestra y participantes: se realizó un estudio cualitativo de tipo etnoenfermería. Se realizaron entrevistas abiertas a profundidad a 8 informantes claves, las cuales eran gestantes con diagnóstico de preeclampsia hospitalizadas en el Hospital universitario San Ignacio y a un grupo de 5 informantes generales, que son enfermeras que trabajan en el servicio de obstetricia del mismo Hospital; la muestra que se tuvo en cuenta fue hasta lograr saturación de la información. Resultados: los...

  4. Gestantes tardias de baixa renda: dados sociodemográficos, gestacionais e bem-estar subjetivo

    OpenAIRE

    Machado de Oliveira, Maria Aurelina; da Silva Sousa, Welyton Paraíba; de Oliveira Pimentel, Julianne Dantas; de Lucena Santos, Kadidja Suelen; de Azevedo, George Dantas; Chaves Maia, Eulália Maria

    2015-01-01

    Estudo transversal descritivo e correlacional cujos objetivos foram traçar o perfil sociodemográfico e gestacional, avaliar o bem-estar subjetivo (BES) e relacionar os indicadores do BES com as variáveis idade, escolaridade e renda. Participaram 80 gestantes com 35 anos ou mais (grávidas tardias) de baixa renda. Os instrumentos de pesquisa foram questionário estruturado e escala de bem-estar subjetivo. Os dados são apresentados na forma de análises descritivas e correlacionais, conforme a nat...

  5. Deseos, aptitudes y conocimientos sobre lactancia materna de gestantes en su tercer trimestre

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Remigio Rafael Gorrita Pérez

    2012-06-01

    Full Text Available Introducción: la lactancia materna es la única forma natural de alimentar al bebé, y una forma inigualable de facilitar el alimento ideal para su crecimiento y desarrollo. Métodos: se realizó un estudio descriptivo, transversal, para evaluar deseos, aptitudes y conocimientos sobre lactancia materna en el tercer trimestre de 114 gestantes del Policlínico "Mártires del 9 de Abril", de San José de las Lajas. Entre marzo de 2010 y de 2011 se valoraron sus historias de salud individual y familiar, y se aplicó a tal efecto un cuestionario con 22 preguntas. Resultados: la información se incorporó a una base de datos y se utilizó para el análisis el estadígrafo chi cuadrado, que se consideró significativo con p< 0,05. La totalidad de las gestantes deseaban amamantar. Dos terceras partes se consideraron aptas o muy aptas para hacerlo, y que poseían los conocimientos necesarios para lograrlo, pero solo algo más de la quinta parte demostró que los poseía. La mayoría de las futuras madres se encontraban entre los 20 y 35 años, el nivel de escolaridad más frecuentemente alcanzado fue el técnico o preuniversitario (en 60 de ellas, para el 52,6 %, y el 46,5 % de las gestantes mantenían una unión consensuada, el 40,3 % eran casadas, y 15 solteras (13,2 %, aspectos que, indiscutiblemente influyen en los resultados. Conclusiones: además de otros resultados alcanzados, la investigación arrojó que aunque la totalidad de las gestantes en su tercer trimestre deseaban lactar a su futuro bebé y las dos terceras partes se consideraban aptas o muy aptas para hacerlo y con conocimientos suficientes al respecto, solo algo más de la quinta parte demostró efectivamente poseerlos.

  6. Abordagem do enfermeiro no grupo educativo com gestantes candidatas à laqueadura

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arlete de Souza Barros

    1993-06-01

    Full Text Available Enfocamos neste trabalho a abordagem do enfermeiro enquanto coordenador de grupo educativo com gestantes candidatas à laqueadura. Enfatizamos a necessidade de um referencial teórico específico para trabalharmos com grupos de pacientes. Queremos evidenciar também o papel de educador inerente ao enfermeiro e a importância da sua atuação na equipe multiprofissional da área de saúde. A metodologia do grupo educativo é suscintamente descrita, na forma de um protocolo, que apresentamos como sugestão para o desenvolvimento de atividades semelhantes.

  7. La pérdida y el abandono en gestantes desplazadas-bogotá

    OpenAIRE

    BERNAL ROLDÁN, MARÍA CARMEN; MUÑOZ DE RODRÍGUEZ, LUCY; RUIZ DE CÁRDENAS, CARMEN HELENA

    2010-01-01

    Esta investigación se basa en la problemática de la población desplazada de nuestro país, específicamente de mujeres gestantes desplazadas, y en la línea de investigación Cuidado Materno Perinatal desde la Enfermería Transcultural de la Facultad de Enfermería, de la Universidad Nacional de Colombia. Se tuvo en cuenta la teoría del cuidado transcultural de Leininger (1978),la cual considera que el ser humano está inmerso en una red de relaciones sociales y situado en un determinado contexto, a...

  8. Programa de atención integral a la adolescente gestante

    OpenAIRE

    Ana Cecilia Rico-Coronel; Cristina Castillo-Parada; Candy Michell Benítez-Vélez; Rosalvis Medina-Ospino

    2013-01-01

    El presente artículo es el resultado del programa de atención integral dirigido a las adolescentes gestantes y ejecutado en la Unidad Básica Comuneros de la ESE IMSALUD. Este programa, brinda atención a las usuarias de acuerdo a lo definido en la norma técnica 0412 del 2000 para el control prenatal y detección de las alteraciones del embarazo; además , de incluir un componente biosicosocial y educativo donde se involucra a la pareja y familia a fin de prevenir y controlar factores de riesgo ...

  9. Desarrollo de un modelo murino gestante de la infección por "Neospora caninum"

    OpenAIRE

    López Pérez, Inmaculada Concepción

    2011-01-01

    El modelo murino gestante aquí desarrollado confirma que el periodo de gestación en el que tiene lugar la infección determina la mortalidad fetal y la transmisión vertical a la progenie. También pone de manifiesto que la infección con N. caninum en cualquiera de los tres tercios de la gestación tiene graves consecuencias para la progenie, provocando mortalidad fetal y neonatal, un retraso en el desarrollo general de las crías, signos clínicos de neosporosis y graves lesiones histopatológicas....

  10. Insuficiência renal aguda em pacientes com Síndrome Hellp

    OpenAIRE

    Sílvia Maria Dorigoni

    2001-01-01

    A síndrome HELLP ocorre em gestantes ou puérperas e é caracterizada pelo surgimento de hemólise, elevação de enzimas hepáticas e plaquetopenia. Desenvolve-se em aproximadamente 10% das gestantes com pré-eclampsia, sendo mais freqüente entre a 22a e 36a semanas de gestação. Insuficiência renal aguda é uma complicação freqüente e grave nessas pacientes. O objetivo deste estudo foi avaliar, em pacientes com síndrome HELLP, a prevalência de insuficiência renal aguda e estudar fatores a ela associ...

  11. Vivência da gravidez de mulheres em situação de prisão

    OpenAIRE

    Maria do Carmo Silva Fochi

    2014-01-01

    Resumo: Objetivou-se, neste estudo, descrever a assistência pré-natal ofertada à população carcerária feminina, realizada em uma unidade básica de saúde, e e conhecer a vivência destas gestantes em situação prisional, numa das maiores cidades do interior do estado de São Paulo. Primeiramente, foi elaborado o relato de experiência sobre a assistência pré-natal a gestantes em situação prisional em uma unidade básica de saúde, no qual se descreve o modelo assistencial da unidade, os recursos hum...

  12. Métodos de avaliação do consumo alimentar de gestantes: uma revisão Review of methods of dietary assessment during pregnant

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Labronici Bertin

    2006-01-01

    Full Text Available As alterações fisiológicas causadas pela gravidez modificam as necessidades nutricionais e a ingestão alimentar de gestantes. A utilização correta de instrumentos que proporcionem o conhecimento do consumo alimentar no decorrer deste ciclo de vida torna-se relevante por permitir diagnosticar possíveis carências e excessos nutricionais. O objetivo da investigação foi realizar uma revisão bibliográfica sobre métodos de avaliação do consumo alimentar de gestantes. Os estudos analisados foram selecionados em bases eletrônicas de dados e publicados no período de 1994 a setembro de 2004, no Brasil e no exterior. Este artigo procura descrever e analisar os distintos métodos e os principais resultados dos estudos sobre determinação do consumo alimentar de gestantes, entre os quais destacam-se: recordatório de 24 horas (R24h, registro alimentar, questionário de freqüência de consumo alimentar e história alimentar. Os resultados apontam que o R24h foi o método mais freqüente, entretanto, seu uso muitas vezes não ultrapassa dois dias de investigação e nem leva em consideração finais de semana. A preferência por esse método está associada a sua praticidade e custo/benefício. Pode-se concluir que para obtenção de resultados seguros, a escolha do método e do desenho do estudo deve estar sempre relacionada com os objetivos da pesquisa.Physiological pregnancy changes impact nutritional needs and food intake. The adequate use of tools providing knowledge of food consumption during this life cycle is relevant because it enables the diagnosis for possible nutrition deficits and excesses. The objective of the survey was to perform a bibliographic review on food intake assessment methods during pregnancy. The literature reviewed was selected from an electronic database published between 1994 and September 2004 in Brazil and abroad. This article aims at describing and assessing the different methods and main results of studies

  13. Cuidados pré-natais e puerperais às gestantes de um centro de saúde de Minas Gerais quanto ao risco de pré-eclâmpsia: aspectos clínicos, nutricionais e terapêuticos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrick Leonardo Nogueira da Silva

    2017-10-01

    Full Text Available Introdução: A pré-eclâmpsia é uma condição específica da gestação que envolve a falência de diversos órgãos e está associada à hipertensão, à retenção generalizada de líquido (edema e à proteinúria. Trata-se de uma patologia obstétrica que surge após a vigésima semana de gestação, sendo mais frequente no terceiro trimestre, e que se estende até o puerpério. Objetivo: Avaliar os aspectos clínicos, nutricionais e terapêuticos nos cuidados pré-natais e puerperais às gestantes de um centro de saúde de Minas Gerais quanto ao risco de pré-eclâmpsia. Método: Trata-se de um estudo descritivo, exploratório, documental, com abordagem quantitativa realizado em um centro de saúde, em que a amostra foi composta por 36 mulheres em acompanhamento pré-natal e puerperal. Foi utilizado um questionário semiestruturado como instrumento de coleta de dados. Utilizou-se, ainda, o prontuário clínico de atendimento ambulatorial e o cartão da gestante para a captação dos dados. O tratamento estatístico se deu por meio de epidemiologia descritiva simples não paramétrica e não probabilística. Resultados: Houve prevalência de gestantes jovens; com idade entre 18-24 anos; primigestas; sem acompanhamento puerperal, antecedentes familiares e pessoais de doença hipertensiva. Houve predomínio de quatro refeições diárias com restrições hipersódicas. Apenas 10,8% utilizavam plantas medicinais, faziam uso de polifarmácia devido à sintomatologia múltipla da gestação, e manifestavam condutas quanto ao tratamento de modo a gerar falhas e comprometer a evolução gestacional. Conclusão: Há falhas no acompanhamento profissional à gestante em nível de Atenção Primária à Saúde, principalmente no que diz respeito à terapêutica, de modo a comprometer a qualidade da gravidez.

  14. PercepÃÃes de profissionais da estratÃgia saÃde da famÃlia sobre atenÃÃo à saÃde bucal da gestante

    OpenAIRE

    Fabiana Silva Henrique

    2014-01-01

    Este estudo objetivou conhecer as percepÃÃes de mÃdicos, enfermeiros e dentistas da EstratÃgia SaÃde da FamÃlia-ESF sobre a atenÃÃo à saÃde bucal das gestantes, utilizando uma abordagem qualitativa. A coleta dos dados foi realizada em Unidades BÃsicas de SaÃde da Regional III, no municÃpio de Fortaleza-CE, no perÃodo de setembro a novembro de 2013, por meio de entrevistas, utilizando roteiro semiestruturado, as quais foram gravadas, transcritas e posteriormente analisadas à luz da anÃlise tem...

  15. Iron deficiency anemia in Tarahumara women of reproductive-age in Northern Mexico Anemia ferropriva en mujeres tarahumaras, en edad fértil, del norte de México

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joel Monárrez-Espino

    2001-10-01

    Full Text Available Objective. To determine the prevalence of iron deficiency anemia (IDA among Tarahumara women of reproductive age. Material and Methods. A cross-sectional survey was conducted in a representative sample of 481 women aged 12-49 years, residents of Guachochi Municipality, Chihuahua, from June to September 1998. The hemoglobin (Hb level was measured in capillary blood using the Hemocue technique, and the serum ferritin level in capillary serum spotted on filter paper, in a sub-sample of women. Central tendency and dispersion measures were estimated; the Chisquared test was used to test differences in proportions and ANOVA and Bonferroni's test for differences in means. Results. Prevalence of anemia (mean Hb±S.D. was 16.1% (140±16 g/l and 25.7% (129±12 g/l for non-pregnant and pregnant women, respectively. Pregnant women in the 3rd trimester and those who were breast-feeding their children during the first 6 months after delivery had the highest prevalence of anemia (38.5% and 42.9%, respectively. Iron deficiency was responsible for most of the anemia found in this sample. Conclusions. This study provides relevant information for the development of intervention programs to treat and prevent IDA in this ethnic group. The English version of this paper is available too at: http://www.insp.mx/salud/index.htmlObjetivo. Determinar la prevalencia de anemia ferropriva en mujeres tarahumaras de edad fértil. Material y métodos. Se realizó un estudio transversal en una muestra representativa de 481 mujeres, de edades entre 12 a 49 años, residentes del municipio de Guachochi, Chihuahua, de junio a septiembre de 1998. El nivel de hemoglobina (Hb se midió en sangre capilar mediante la técnica del Hemocue, además, en un subgrupo se midió el nivel de ferritina en suero capilar sobre papel filtro. Se obtuvieron medidas de tendencia central y de dispersión, se hicieron pruebas de ji cuadrada para diferencias de proporciones, además de ANOVA y prueba de

  16. Prácticas de cuidado que realizan consigo mismo y con el hijo por nacer las gestantes adolescentes que asisten a control prenatal

    OpenAIRE

    Gloria Esperanza Zambrano-Plata

    2008-01-01

    Con el propósito de describir la prácticas de cuidado que realizan consigo mismo y con el hijo por nacer las gestantes adolescentes que asisten a control prenatal en las Unidades Básicas de la ESE IMSALUD de Cúcuta en agosto y septiembre del 2004 , se desarrolló un estudio descriptivo exploratorio, en una muestra de 150 gestantes adolescentes. Se empleó el instrumento “prácticas de cuidado que realizan consigo mismas las gestantes en la etapa prenatal”, desarrollado por el grupo de cuidado ma...

  17. Comparación de las prácticas de cuidado en dos grupos de gestantes en la ciudad de Sincelejo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    LUZ MARINA GARCÍA GARCÍA

    2008-07-01

    Full Text Available Para comparar las prácticas de cuidado que realizan consigo mismas y con su hijo por nacer un grupo de gestantes adolescentes y otro grupo de gestantes adultas que asisten a control prenatal en Sincelejo, durante los meses de julio y septiembre de 2006, se desarrolló un estudio descriptivo, cuantitativo y transversal, con una muestra de 97 gestantes adolescentes entre 15 y 19 años y de 153 gestantes adultas entre 20 y 45 años, sin patologías asociadas, a quienes se les aplicó un instrumento sobre prácticas de cuidado, validado por la Universidad Nacional de Colombia, sede Bogotá. Estas prácticas se clasificaron en buenas, regulares y malas, en los dos grupos, para establecer la comparación cuantitativa de las mismas. Los principales resultados fueron: diferencias estadísticamente significativas en las dimensiones de estimulación prenatal, higiene y cuidados personales, alimentación y sustancias no beneficiosas; en estas cuatro dimensiones el resultado de buenas prácticas fue más favorable para las gestantes adultas; no se encontró diferencia significativa en las dimensiones de ejercicio y descanso, y sistemas de apoyo. La mayoría de las gestantes adultas (81,7% realizaban actividades domésticas que les producían cansancio; 23,53% no desarrollaban actividades recreativas; 25,77% de las gestantes adolescentes y 41,18% de las gestantes adultas consumían lácteos. 19,59% de las gestantes adolescentes y 6,54% de las adultas no evitaban el consumo de licor y 4,12% de las gestantes adolescentesy0,65% de lasgestantes adultas habían consumido sustancias psicoactivas. Tanto adolescentes (68,04% como adultas (52,29% realizaban prácticas de estimulación prenatal catalogadas como regulares. Solo 31,37% de las gestantes adultas y 21,65% de las gestantes adolescentes tenían prácticas adecuadas de estimulación prenatal.

  18. Gestantes/puérperas com hiv/aids: conhecendo os déficits e os fatores que contribuem no engajamento para o autocuidado Gestantes/puérperas con el vih/sida: conociendo los déficits y los factores que contribuyen para el compromiso con el autocuidado Pregnant women/mothers with newborns with hiv/aids: understanding the deficits and factors that contribute to engaging in self-care

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lígia Maria Scherer

    2009-06-01

    Full Text Available Trata-se uma pesquisa qualitativa do tipo exploratório-descritiva cujo objetivo foi conhecer os déficits de autocuidado de gestantes/puérperas com HIV/AIDS e os fatores que influenciam no engajamento para o autocuidado. O estudo foi realizado com dez gestantes/puérperas com HIV que utilizam um serviço especializado em DST/AIDS no Rio Grande do Sul. Os dados foram coletados por meio de um grupo focal e entrevistas individuais, com um roteiro semiestruturado. Após análise dos dados, utilizando-se a análise de conteúdo, chegou-se aos seguintes resultados: as gestantes/puérperas com HIV apresentam déficits de autocuidado relacionados com a alimentação, ingesta hídrica, sono e repouso, vida sexual, lazer e recreação e interação social. Convivem tanto com fatores que contribuem para o engajamento no autocuidado quanto com fatores que o dificultam. Embora com dificuldades, as gestantes/puérperas têm conseguido sobreviver ao isolamento e ao preconceito graças ao apoio familiar e da equipe de saúde, em especial das enfermeiras.Se trata de una investigación de carácter cualitativo, exploratoria descriptiva, cuyo objetivo fue conocer las faltas con el autocuidado de las gestantes/puérperas con VIH/SIDA, así como los factores que contribuyen para su compromiso con ese autocuidado. El estudio fue realizado con diez gestantes/puérperas con VIH/SIDA que utilizaron un servicio especializado en DST/SIDA, en el Estado de Rio Grande do Sul Brasil. Los datos fueron colectados a través de sesiones de grupo, y también por medio de entrevistas individuales con un esquema parcialmente elaborado. Después de realizar el análisis de los datos, utilizando para ello el análisis del contenido, se obtuvieron los siguientes resultados: las gestantes/puérperas con VIH presentan dificultades en el autocuidado que están relacionadas con la alimentación, la ingestión de líquidos, sueño y descanso, vida sexual, ocio, recreación, e integraci

  19. La pérdida y el abandono en gestantes desplazadas-Bogotá

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    MARÍA CARMEN BERNAL ROLDÁN

    2007-12-01

    Full Text Available Esta investigación se basa en la problemática de la población desplazada de nuestro país, específicamente de mujeres gestantes desplazadas, y en la línea de investigación Cuidado Materno Perinatal desde la Enfermería Transcultural de la Facultad de Enfermería, de la Universidad Nacional de Colombia. Se tuvo en cuenta la teoría del cuidado transcultural de Leininger (1978,la cual considera que el ser humano está inmerso en una red de relaciones sociales y situado en un determinado contexto, aspectos estos que permean su comportamiento, es decir, la cultura en la cual él crece y vive hace parte de sus prácticas de cuidado. Se usó el método de la etnoenfermería propuesto por Leininger (1985, con el objetivo de explorar el significado que tienen las gestantes desplazadas del cuidado de sí y de su hijo por nacer, desde lo émic punto de vista del nativo, en Bogotá (Localidades de Suba y Ciudad Bolívar. Las participantes fueron desplazadas de los departamentos de Tolima, Arauca, Cundinamarca, Caquetá, Bolívar, Guainía y Cauca, cuyas edades oscilaron entre los 14 y los 34 años, y el tiempo de desplazamiento estuvo entre los dos meses y un año. Los datos se obtuvieron por entrevista individual y grupal (doce participantes y por observación, y se aplicó el análisis etnográfico de Spradley (1980: dominios (categorías de significado que incluye otras categorías menores con sus relaciones semánticas, taxonomía (conjunto de categorías, análisis componencial (búsqueda de atributos asociados con símbolos culturales y temas (el más alto nivel de abstracción. Se obtuvo el tema El surgimiento de la esperanza en medio de la dificultad del desplazamiento de la gestante, con los subtemas: La pérdida y el abandono y El camino a seguir.

  20. Representações de gestantes sobre o uso de plantas medicinais Representations of pregnant women on the use of medicinal plants

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    M. Rangel

    2009-01-01

    Full Text Available Esta pesquisa insere-se no campo da etnofarmacologia e utiliza, como fonte de dados, informações de gestantes usuárias, ou não, de fitoterápicos. O objetivo foi o de analisar representações formadas sobre o uso de plantas medicinais por gestantes em tratamento ambulatorial. Na perspectiva metodológica, assinala-se a natureza qualitativa do estudo e o emprego da análise de conteúdo, na perspectiva bardiniana. O levantamento de dados foi feito com um grupo de gestantes que usava e um grupo que não usava fitoterápicos. As análises permitiram identificar as categorias da concepção e dos motivos do uso, ou não, das plantas, verificando-se, com o grupo de usuárias, que o seu conhecimento vem sendo transmitido de geração a geração, principalmente através da informação verbal. Pôde-se, então, observar que esse conhecimento, embora aceito, pode levar ao uso inadequado ou ineficaz. No grupo que não usava fitoterápicos, pôde-se perceber desconhecimento da fitoterapia, ou a compreensão das plantas como perigosas, prejudiciais ao feto. Nas conclusões, verificaram-se dificuldades de identificação e administração segura das plantas e um certo grau de mistificação, além do uso de substâncias ineficazes e potencialmente tóxicas, destacando-se, então, o valor do diálogo entre médico e pacientes, com atenção ao possível uso medicinal de plantas.The present ethnopharmacological study evaluated information by pregnant women using phytotherapy or not. Its aim was to analyze representations on the use of medicinal plants by pregnant women under outpatient care. As regards methodology, the qualitative nature of the study and the content analysis underlie the bardinian approach. Data were collected from two groups: phytotherapy-user and non-user pregnant women. Categories related to the concept and the reason of plant use or non-use were identified. In the users group, knowledge has been transmitted over generations, mainly

  1. Discrepâncias entre o informe verbal e os registros no cartão da gestante, um instrumento negligenciado Discrepancies between verbal information and the records in pregnant woman card, a neglected instrument

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabiano Djalma Figueirôa Paes Barreto

    2012-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Comparar o preenchimento do cartão da gestante em serviço-escola e em outros serviços, assim como verificar a concordância entre esses registros e as informações verbais das puérperas. MÉTODOS: Realizou-se estudo epidemiológico, transversal, misto, com duas etapas, adotando amostragem estratificada proporcional ao número de partos. Na primeira, os registros no cartão da gestante de um serviço-escola foram comparados aos de unidades não vinculadas ao ensino superior na área de saúde, em Recife (PE. Na segunda etapa, foram coletadas informações sobre o pré-natal de puérperas, por meio de questionário semiestruturado. Foram incluídas 262 puérperas com mais de 19 anos de idade, que portavam o cartão da gestante quando do parto, ocorrido entre maio e julho de 2008. Foram empregados testes estatísticos do χ², t de Student ou de Mann-Whitney, todos unicaudais à direita, com nível de significância de 5%. RESULTADOS: As informações mais frequentemente registradas no cartão da gestante, no serviço-escola, foram escolaridade (86,5 contra 70,3%; p=0,002, estado civil (83,7 contra 70,9%; p=0,01, peso anterior à gestação (72,1 contra 46,8%; pPURPOSE: To compare the filling out of the prenatal care card of pregnant women at a school-service and other services, as well as to verify the concordance between these records and verbal information provided by the puerperae. METHODS: A two-stage epidemiological, cross-sectional study was performed with stratified sampling, proportional to number of births. In the first stage, the information recorded on the prenatal care card in the school-service was compared to that recorded in units not linked to higher health education in Recife (PE. In the second stage, the information about prenatal care was collected with a semi-structured questionnaire applied to women during the puerperal period. A total of 262 puerperae older than 19 years, who had a prenatal care card at the

  2. Níveis séricos de hemoglobina em adolescentes segundo estágio de maturação sexual

    OpenAIRE

    Frutuoso,Maria Fernanda Petroli; Vigantzky,Vanessa Alves; Gambardella,Ana Maria Dianezi

    2003-01-01

    A adolescência constitui etapa de risco para o desenvolvimento da anemia ferropriva, uma vez que ocorre aumento da necessidade de ferro decorrente do crescimento estatural e da maturação biológica. Estudaram-se 130 adolescentes, de ambos os sexos, para verificar os valores de hemoglobina sérica em diferentes fases de maturação sexual. Utilizou-se o método de fotometria para dosar a hemoglobina sérica e realizou-se auto-avaliação do estágio de maturação sexual com base nos critérios de Tanner....

  3. Apoio social a gestantes adolescentes: desvelando percepções Social support to pregnant adolescents: clarifying perceptions

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tatiane Schwartz

    2011-05-01

    Full Text Available Com o objetivo de descrever a percepção das gestantes adolescentes em relação ao apoio recebido durante a fase gestacional, realizou-se este estudo exploratório-descritivo de abordagem qualitativa. Participaram 12 adolescentes primigestas, frequentadoras dos serviços ambulatórios de saúde de Passo Fundo (RS. Por meio de entrevistas semiestruturadas, genogramas e ecomapas, obtiveram-se os dados analisados pela modalidade temática. Evidenciou-se a percepção da necessidade de apoio para superar o medo e o desafio da maternidade. Mães e parceiros foram percebidos como as principais fontes de apoio, provendo as dimensões afetiva e material. O saber do senso comum preencheu a dimensão de informação, e a dimensão emocional revelou a gravidez como mediadora na reconciliação com o pai. A percepção da dimensão de interação social positiva foi ofuscada pelo isolamento autoimposto. Assim, a percepção da adolescente sobre o apoio social recebido é nítida em relação ao núcleo familiar e circunscreve-se às pessoas com maior apego. A rede de cuidados extrafamiliar, incluindo os serviços de saúde, é frágil e gera a percepção das dificuldades psicossociais, sugerindo a necessidade de maior investimento dos profissionais da atenção básica de saúde na inserção das adolescentes primigestas em grupos de cuidado social, que influenciam no desenvolvimento saudável da gestação.This descriptive-exploratory study using a qualitative approach was undertaken to describe the perceptions of pregnant adolescents in relation to social support provided during pregnancy. Twelve adolescents in their first pregnancy who frequented the outpatient health service in Passo Fundo in the state of Rio Grande do Sul (Brazil participated in the study. The data was obtained by semi-structured interviews, genograms and ecomaps and was assessed by thematic analysis. It highlighted the need for support to overcome the fears and challenges of

  4. Cervicitis clamidial y gonococcica en gestantes y usuarias de dispositivo intrauterino

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Parra Rocio

    1990-12-01

    Full Text Available

    El presente estudio surgió del interés de ofrecer a los funcionarios en salud, información sobre la existencia en nuestro medio de las enfermedades de transmisión sexual, tales como: la cervicitis clamidial y gonocóccica que afectan a un grupo importante de nuestra población como es el materno infantil. El estudio se hizo con un grupo de gestantes del Centro de Salud San Juan de Dios y del Instituto Materno Infantil y con usuarias del dispositivo Intrauterino (DIU del Centro de Salud San Juan de Dios de Bogotá.

     

  5. Complicaciones obstétricas en gestantes portadores del virus de inmuno deficiencia humana. Hospital Nacional Sergio E. Bernales 2012 - 2014

    OpenAIRE

    Silva Ramos, Julio Antonio

    2015-01-01

    Objetivo general: El presente estudio tiene como objetivo determinar las complicaciones obstétricas en las gestantes infectadas por el Virus de Inmunodeficiencia Humana (VIH) atendidas en el Hospital Nacional Sergio E. Bernales durante el periodo de estudio de enero de 2012 a diciembre de 2014. Materiales y métodos: Estudio descriptivo, retrospectivo, transversal, no experimental. Fueron incluidas las historias clínicas de gestantes que presentaron seropositividad por el test de ELISA para el...

  6. Trauma na gestante: análise da mortalidade materna e fetal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Roberto Corsi

    Full Text Available Foram analisadas retrospectivamente 26 pacientes gestantes traumatizadas, num período de nove anos. A média de idade foi 23,7 anos (16-42. A idade gestacional variou de dez a quarenta semanas (média 21,5 semanas; a maioria (46,1% no segundo trimestre. O mecanismo predominante (65,3% foi o trauma abdominal fechado por acidente automobilístico (atropelamento ou colisão. Na admissão, oito (30,7% pacientes apresentavam alterações hemodinâmicas. Seis doentes (23,0% apresentavam sangramento vaginal e, destas, quatro estavam hemodinamicamente normais. Analisamos a mortalidade materna, a mortalidade fetal e suas causas. Comparamos também a mediana dos valores do RTS e TRISS entre os grupos, sobrevida materno-fetal, sobrevida materna e óbito materno-fetal. Todas as gestantes admitidas com sangramento vaginal apresentaram óbito fetal. A mortalidade materna foi de 11,5%, por choque hemorrágico. A mortalidade fetal foi de 30,7%, sendo que 37,5% destes óbitos foram provocados pela morte materna. A principal causa de mortalidade fetal foi o descolamento de placenta (50,0%. Os índices de trauma, RTS e TRISS, foram significativamente menor (p=0,0025 e p<0,0001 no grupo óbito materno-fetal, porém esses índices não apresentaram valor prognóstico na mortalidade fetal.

  7. Alimentos sujeitos à fortificação compulsória com ferro: um estudo com gestantes Foods subject to mandatory fortification with iron: a study with pregnant women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ivana Aragão Lira Vasconcelos

    2008-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o consumo de alimentos sujeitos à fortificação compulsória com ferro por gestantes atendidas em consultas de pré-natal do Hospital Universitário de Brasília. MÉTODOS: Trata-se de série temporal que comparou dados de 228 pares de gestantes a partir de duas avaliações transversais: em 2004, pré-fortificação e em 2005, um ano após intervenção. Dados gestacionais, socioeconômicos, demográficos, índice de massa corporal e consumo alimentar foram coletados. Este último foi aferido por Questionário Semiquantitativo de Freqüência Alimentar incluindo alimentos à base de farinhas de trigo e de milho. RESULTADOS: O consumo per capita diário médio de farinhas foi estimado em 121,7g (98,7-115,8, no 1º momento, e 119,5g (93,6-109,5, no 2º momento (p>0,05, com maior contribuição da farinha de trigo. Os alimentos mais consumidos, em ambos os momentos, foram: pão francês, biscoitos, bolo, macarrão e cuscuz de milho. As gestantes do estudo receberiam uma média de 5,1mg de ferro adicional, se a fortificação estivesse ocorrendo como o preconizado pela legislação, que corresponde a 19% da Ingestão Dietética de Referência. CONCLUSÃO: Os alimentos sujeitos à fortificação são veículos apropriados em relação ao largo consumo, porém são necessários estudos que avaliem a quantidade adicionada e a biodisponibilidade dos compostos de ferro.OBJECTIVE: The objective of this study was to assess the consumption of foods subject to mandatory fortification with iron by pregnant women visiting the Hospital Universitário de Brasília for prenatal care. METHODS: A time-series study that compared 228 paired pregnant women through two cross-sectional assessments: in 2004, before flour fortification, and a year later. Pregnancy, socioeconomic and demographic data, body mass index and food consumption patterns were collected. The latter was determined by applying the Semiquantitative Food Frequency Questionnaire and

  8. Relações entre a saúde mental da gestante e o apego materno-fetal Relations between pregnant women's mental health and maternal-fetal attachment

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia Alvarenga

    2012-12-01

    Full Text Available O estudo investigou as relações entre variáveis sociodemográficas, saúde mental da gestante e o apego materno-fetal no terceiro trimestre de gestação. Participaram do estudo 261 gestantes selecionadas através de amostragem por acessibilidade em quatro maternidades públicas. As gestantes responderam individualmente uma ficha de dados sociodemográficos, a Escala de Apego Materno-Fetal e o SRQ-20. A análise de regressão revelou que o número de filhos (4% e a saúde mental materna (4,2% explicaram parte da variância no apego materno-fetal. A escolaridade da mãe e do pai não esteve associada a essa variável. O modelo de regressão múltipla considerando os quatro fatores analisados, explicou 8,2% da variância nos escores de apego materno-fetal. Discutem-se as implicações dessas variáveis na formação do vínculo da mãe com o bebê durante a gestação.This study investigated the relations among sociodemographic variables, pregnant women mental health, and maternal-fetal attachment in the third trimester of pregnancy. Participants were 261 pregnant women recruited from public maternity wards using a convenience sampling technique. Each pregnant woman completed a sociodemographic data form, the Maternal-Fetal Attachment Scale, and the SRQ-20. Regression analysis revealed that the number of children (4% and mothers' mental health (4.2% accounted for part of the variance in maternal-fetal attachment scores. Father's and mother's schooling was not associated with this variable. Taking the four analyzed factors into account, a multiple regression model accounted for 8.2% of the variance in the maternal-fetal attachment scores. The implications of these variables for mother-infant bonding during pregnancy are discussed.

  9. Estado nutricional de gestantes avaliado por três diferentes métodos de classificação antropométrica Nutritional status of pregnant women according to three different anthropometric classification methods

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Inês Bezerra de Melo

    2011-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o estado nutricional de gestantes por três diferentes métodos. MÉTODOS: Estudo de corte transversal, realizado entre janeiro e junho de 2006, com 992 gestantes de um serviço público. O estado nutricional foi classificado por diferentes métodos de avaliação: nomograma de Rosso, método de Atalah e gestograma do Centro Latino Americano de Perinatologia. Os resultados foram comparados com o estado nutricional de mulheres não gestantes em idade reprodutiva da Região Nordeste e do Brasil. As diferenças foram analisadas pelo teste qui-quadrado de bondade de ajuste, adotando-se o nível de significância de 5%. RESULTADOS: O baixo peso gravídico avaliado pelo nomograma de Rosso foi a condição que mais contribuiu para a diferença encontrada (pOBJECTIVE: This study assessed the nutritional status of pregnant women by three different methods. METHODS: A cross sectional study was conducted between January and June 2006 with 992 pregnant women attending a public prenatal care facility. Nutritional status was classified according to different assessment methods (Rosso nomogram, Atalah method and the Latin American Center for Perinatology gestogram. The results were compared with the nutritional status of nonpregnant women in childbearing age in the Brazilian Northeast and all of Brazil. The differences were analyzed by the chi-square goodness of fit test, with a significance level of 5%. RESULTS: Low weight of pregnant women according to the Rosso nomogram was the condition that most contributed to the difference (p<0.001. According to the Atalah method, extreme differences were also observed in the prevalences of underweight pregnant women both in the Northeast and in all of Brazil. In relation to the gestogram of the Perinatology Latin American Center, the greatest prevalence differences also occurred among the underweight: 18% versus 7.4% for the Northeast Region and 18% versus 6.7% for Brazil, although this was the

  10. Efetividade superior do esquema diário de suplementação de ferro em lactentes Efectividad superior del esquema diario de suplementación de hierro en lactantes Greater effectiveness of daily iron supplementation scheme in infants

    OpenAIRE

    Catarina Machado Azeredo; Rosângela Minardi Mitre Cotta; Luciana Ferreira da Rocha Sant'Ana; Sylvia do Carmo Castro Franceschini; Rita de Cássia Lanes Ribeiro; Joel Alves Lamounier; Flávia Araújo Pedron

    2010-01-01

    OBJETIVO: Avaliar a efetividade de esquemas, diário e semanal, de suplementação profilática de ferro medicamentoso na prevenção da anemia ferropriva em lactentes não anêmicos. MÉTODOS: Estudo populacional, prospectivo, de abordagem quantitativa com intervenção profilática, realizado no município de Viçosa, MG, em 2007/8. Foram selecionadas 103 crianças não anêmicas, entre seis e 18 meses de idade, correspondendo a 20,2% das crianças cadastradas e atendidas pelas Equipes de Saúde da Família. A...

  11. Comparación de las prácticas de cuidado en dos grupos de gestantes en la ciudad de Sincelejo Comparing caring practices between two groups of pregnant women in the city of Sincelejo

    OpenAIRE

    LUZ MARINA GARCÍA GARCÍA

    2008-01-01

    Para comparar las prácticas de cuidado que realizan consigo mismas y con su hijo por nacer un grupo de gestantes adolescentes y otro grupo de gestantes adultas que asisten a control prenatal en Sincelejo, durante los meses de julio y septiembre de 2006, se desarrolló un estudio descriptivo, cuantitativo y transversal, con una muestra de 97 gestantes adolescentes entre 15 y 19 años y de 153 gestantes adultas entre 20 y 45 años, sin patologías asociadas, a quienes se les aplicó un instrumento s...

  12. Comprimento do colo uterino de gestantes com rotura prematura pré-termo de membranas avaliado pela ultra-sonografia transvaginal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Spara Patricia

    2004-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar o comprimento do colo uterino, por meio da ultra-sonografia transvaginal, em gestantes com rotura prematura pré-termo de membranas. PACIENTES E MÉTODOS: o grupo de estudo (Ge foi constituído por 26 grávidas entre a 24ª e a 36ª semana de gestação e o grupo controle (Gc por 49 pacientes clinicamente normais, na mesma idade gestacional. As pacientes foram avaliadas entre a 24ª e 28ª, 28ª e 32ª, 32ª e 36ª semana de gestação, sendo subdivididas nos subgrupos Ge24-28, Ge28-32, Ge32-36 e Gc24-28, Gc28-32, Gc32-36, conforme pertencessem ao grupo de estudo e controle, respectivamente. O comprimento do colo uterino foi obtido por meio da ultra-sonografia transvaginal, em vista sagital, realizando-se a medida linear da distância entre os orifícios cervicais interno e externo. RESULTADOS: observamos diferenças significantes das medidas do comprimento do colo uterino entre Ge24-28 e Gc24-28, cujos valores foram 24,3 e 33,0 mm, respectivamente (p=0,04, como também entre Ge32-36 e Gc32-36, cujos valores foram, respectivamente, 20,1 e 28,0 mm (p=0,005. Os períodos de latência dos grupos Ge24-28, Ge28-32 e Ge32-36 foram, respectivamente, sete, cinco e três dias, apresentando correlação positiva com o comprimento do colo uterino (r=0,66 e negativa com a idade gestacional (r=-0,27. CONCLUSÃO: o comprimento do colo uterino variou de acordo com a idade gestacional em que a rotura prematura pré-termo das membranas foi detectada, sendo menor no grupo de estudo que no grupo controle entre a 24ª e a 28ª e entre a 32ª e a 36ª semana. Além disso, demonstrou-se que quanto menor o comprimento do colo, menor é o tempo de latência, e que houve diminuição no período de latência à medida que aumentou a idade gestacional em que se deu a rotura.

  13. Prevalência de anemia ferropriva no Brasil: uma revisão sistemática Prevalence of iron-deficiency anemia in Brazil: a systematic review

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Regina Esteves Jordão

    2009-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: Revisar os estudos de prevalência de anemia no Brasil publicados entre janeiro de 1996 e janeiro de 2007. FONTES DE DADOS: Por meio de revisão sistemática nas bases de dados eletrônicas Medline e Lilacs, foram selecionados títulos científicos publicados no intervalo de onze anos referentes à prevalência de anemia no Brasil em crianças menores de cinco anos de idade. Foram excluídos artigos de revisão, relatos de caso e trabalhos que relacionaram anemia a outras doenças e ao período gestacional. Para a análise comparativa das variáveis categóricas de interesse nos artigos encontrados, realizou-se o teste do qui-quadrado e o teste exato de Fisher, levando-se em conta o nível de significância estatística de 5% (pOBJECTIVE: To conduct a systematic review on the prevalence of anemia due to iron-deficiency in Brazil from January 1996 to January 2007. DATA SOURCES: A systematic review was conducted in electronic databases (Medline and Lilacs in an eleven-year interval to verify the prevalence of iron deficiency anemia in children who were less than five years of age in Brazil. Reviews, case reports and studies related to anemia during pregnancy and anemia caused by others diseases were excluded. In order to describe the categorical variables according to the selected articles, the chi-square and Fisher exact tests were used. The significance level adopted was 5% (p<0.05. DATA SYNTHESIS: The median prevalence level of anemia was 53%, which is considered a high prevalence rate by the World Health Organization. Among the 53 analyzed studies, the age of the children was the variable strongly associated with anemia (p=0.012. CONCLUSIONS: A high prevalence of anemia, mostly in children less than two years of age, was observed in this review. However, most studies were carried out in day care centers or in Basic Health Care Units or were obtained by home interviews, suggesting that future research should focus populational studies.

  14. ALTO DÉFICIT DE CONOCIMIENTOS Y PERCEPCIONES ADECUADAS SOBRE ALIMENTACIÓN EN GESTANTES DEL HOSPITAL APOYO IQUITOS, 2012

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Irene Paima

    2012-12-01

    Full Text Available Los conocimientos y percepciones sobre los alimentos ingeridos en la gestación tienen una vital importancia porque dependiendo de una buena alimentación en esta etapa, periodo en el que se incrementan notablemente las necesidades nutritivas para el beneficio del binomio madre – feto, será de mayor ayuda para prevenir en cada nueva gestación un déficit nutricional. Se realizó un estudio de descriptivo y transversal, la población estuvo conformada por todas las gestantes que acudieron al servicio de control pre natal del Hospital Iquitos Cesar Garay García. La muestra fue de 220 gestantes se utilizó un cuestionario validado por expertos. Se evidenció un alto porcentaje de conocimiento deficiente (43% sobre alimentación y percepciones inadecuadas (65% sobre alimentación en las gestantes de nuestro estudio. Se evidencia la necesidad de mejorar  el conocimiento sobre los alimentos importantes para presentar una gestación saludable. 

  15. ALTO DÉFICIT DE CONOCIMIENTOS Y PERCEPCIONES ADECUADAS SOBRE ALIMENTACIÓN EN GESTANTES DEL HOSPITAL APOYO IQUITOS, 2012

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Irene Paima

    2012-12-01

    Full Text Available Los conocimientos y percepciones sobre los alimentos ingeridos en la gestación tienen una vital importancia porque dependiendo de una buena alimentación en esta etapa, periodo en el que se incrementan notablemente las necesidades nutritivas para el beneficio del binomio madre – feto, será de mayor ayuda para prevenir en cada nueva gestación un déficit nutricional. Se realizó un estudio de descriptivo y transversal, la población estuvo conformada por todas las gestantes que acudieron al servicio de control pre natal del Hospital Iquitos Cesar Garay García. La muestra fue de 220 gestantes se utilizó un cuestionario validado por expertos. Se evidenció un alto porcentaje de conocimiento deficiente (43% sobre alimentación y percepciones inadecuadas (65% sobre alimentación en las gestantes de nuestro estudio. Se evidencia la necesidad de mejorar el conocimiento sobre los alimentos importantes para presentar una gestación saludable.

  16. Saúde bucal materno-infantil: um estudo de representações sociais com gestantes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mirelle Finkler

    2004-01-01

    Full Text Available El presente estudio se trata de un abordaje cualitativo con el objetivo de comprender las representaciones sociales de las mujeres embarazadas y los problemas relacionados a su salud oral, a través de entrevistas semi-estructuradas. La discusión de los resultados busca colaborar en la instrumentalización de los profesionales de la salud al proporcionarse una reflexión en la actual asistencia odontológica brindada a la gestante, a partir de hallazgos como la representación del tratamiento durante el embarazo como un riesgo a la salud del feto, y la representación de la influencia de la salud oral de estas gestantes en la salud de su hijo. La aproximación entre gestantes, la odontología y el equipo muldisciplinario de salud, muestra ser un desafio fundamental para el inicio promisório de un ciclo de promoción para la salud oral. Exige, no obstante reformular conceptos sobre la formación de recursos humanos destacando la dimensión educativa de las prácticas de salud y el trabajo prenatal interdisciplinario.

  17. Prevenção de defeitos do tubo neural: prevalência do uso da suplementação de ácido fólico e fatores associados em gestantes na cidade de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil Prevention of neural tube defects: prevalence of folic acid supplementation during pregnancy and associated factors in Pelotas, Rio Grande do Sul State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cíntia Leal Sclowitz Mezzomo

    2007-11-01

    Full Text Available Com o objetivo de determinar a prevalência do uso do ácido fólico e fatores associados na gestação e no período periconcepcional, realizou-se um estudo transversal de base populacional nas cinco maternidades da cidade de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil. A coleta de dados ocorreu no período de 1º de abril a 15 de agosto de 2006, com 1.450 mulheres. As entrevistas foram realizadas em nível hospitalar por questionário padronizado. A análise estatística se realizou por regressão de Poisson. A prevalência do uso de ácido fólico na gestação foi de 31,8%, e no período periconcepcional, foi de 4,3%. Os fatores associados ao uso de ácido fólico foram: cor branca, escolaridade acima de nove anos, renda acima de 600 Reais, idade acima de trinta anos, gestação planejada, sete ou mais consultas de pré-natal, consultas na rede privada de saúde e conhecimento sobre o ácido fólico. Para diminuir a prevalência de defeitos do tubo neural, é importante promover-se o uso do ácido fólico nas mulheres em idade fértil, nas mulheres sócio-economicamente menos favorecidas e torná-lo disponível na rede pública de saúde.To determine folic acid use and associated factors, a cross-sectional population-based study was conducted in all five maternity hospitals in Pelotas, Rio Grande do Sul State, Brazil. Data were collected from April 1 to August 15, 2006 (n = 1,450 women. A standard questionnaire was applied in the hospitals. Statistical analysis used Poisson regression. Prevalence of folic acid consumption during pregnancy was 31.8%, and periconceptional use was 4.3%. The following were associated with folic acid use: white skin color, schooling > 9 years, family income > R$600, age > 30 years, planned pregnancy, > 7 prenatal visits, knowledge on folic acid, and prenatal care in the private health system. In order to prevent neural tube defects, it is important to promote folic acid use among childbearing-age women and to supply folic

  18. Características das gestações de adolescentes internadas em maternidades do estado de São Paulo, 2011

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Helena Prado de Mello Jorge

    Full Text Available OBJETIVO: descrever as características das gestantes adolescentes internadas em hospitais no estado de São Paulo, Brasil. MÉTODOS: estudo transversal realizado em seis maternidades públicas e privadas durante três meses de 2001, com adolescentes gestantes de 10 a 19 anos de idade, mediante entrevistas e consultas aos prontuários e cadernetas de pré-natal. RESULTADOS: foram incluídas 1.448 gestantes adolescentes; houve 71 abortos, 16 natimortos e nove óbitos entre os 1.367 nascidos vivos (0,7%; a maioria das gestantes (79,8% era primigesta, 11,7% referiram ter fumado, 8,8% consumiram álcool e 1,2% informaram uso de drogas ilícitas durante a gestação; a proporção de adolescentes de 10 a 14 anos que iniciaram o pré-natal ao terceiro trimestre (9,3% foi maior do que aquela entre 15 e 19 anos (3,3%. CONCLUSÃO: observou-se elevada prevalência de fatores de risco gestacional entre as adolescentes, como tabagismo, consumo de álcool e início tardio do pré-natal.

  19. Prevalencia de anemia en gestantes, Hospital Regional de Pucallpa, Perú

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Becerra César

    1998-01-01

    Full Text Available Las encuestas demográficas de salud y población del Perú indican que las tasas globales de fecundidad, la proporción de adolescentes embarazadas y la mortalidad maternoinfantil son más altas en la selva que en otras zonas del país. Las parasitosis intestinales endémicas agravan el riesgo de anemia ya generalmente presente en las embarazadas por deficiencias de hierro, ácido fólico y otros nutrientes. En muchos países latinoamericanos, esa es la complicación más frecuente del embarazo y está asociada con partos pretérmino, bajo peso al nacer y mortalidad perinatal. Los estudios realizados sobre este tema en la selva peruana son escasos y no se dispone de estimaciones confiables de la prevalencia de anemia durante la gestación. Los autores se propusieron determinar la prevalencia de anemia en mujeres gestantes que acudían al Hospital Regional de Pucallpa, en la selva del Perú, entre enero de 1993 y junio de 1995. El estudio de corte transversal se basó en los registros de control prenatal y de parto de 1 015 embarazadas y permitió estudiar la asociación entre la prevalencia de anemia y variables como edad cronológica, escolaridad, número de gestaciones previas y peso de la madre al inicio del embarazo. También se compararon los valores de la hemoglobina materna con el peso de los recién nacidos. La prevalencia de anemia en la población de gestantes fue de 70,1%, valor que no se modificó por efecto de la edad materna, la escolaridad ni el intervalo intergenésico. La prevalencia de anemia se asoció directamente con el número de gestaciones e inversamente con la ganancia de peso durante el embarazo. La tasa de mortalidad perinatal fue de 37,7 por 1 000 nacidos. Ni esta tasa ni el peso de los recién nacidos resultaron asociados con el grado de anemia de la madre. El análisis de regresión multivariado muestra que el peso de la madre al inicio de la gestación (P = 0,0001, el peso ganado durante la gestación (P = 0

  20. Disponibilidade de sorologia anti-HIV como um teste voluntário na rotina do atendimento pré-natal em unidades básicas de saúde

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Neves Fátima RAL

    1999-01-01

    Full Text Available São apresentadas, de forma sucinta, as principais etapas cumpridas para a implementação da sorologia anti-HIV no atendimento às gestantes em unidades básicas de saúde. A partir de agosto de 1996, a realização de testes sorológicos para detecção do HIV passou a ser ofertada às gestantes atendidas em unidades básicas de saúde de Ribeirão Preto, SP, integrada a um conjunto de atividades rotineiramente executadas no atendimento pré-natal. Até o final de 1998, o teste sorológico foi aplicado em 68,3% das 17.589 mulheres atendidas em pré-natal, resultando numa positividade de 0,76%.

  1. Disponibilidade de sorologia anti-HIV como um teste voluntário na rotina do atendimento pré-natal em unidades básicas de saúde

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fátima RAL Neves

    1999-12-01

    Full Text Available São apresentadas, de forma sucinta, as principais etapas cumpridas para a implementação da sorologia anti-HIV no atendimento às gestantes em unidades básicas de saúde. A partir de agosto de 1996, a realização de testes sorológicos para detecção do HIV passou a ser ofertada às gestantes atendidas em unidades básicas de saúde de Ribeirão Preto, SP, integrada a um conjunto de atividades rotineiramente executadas no atendimento pré-natal. Até o final de 1998, o teste sorológico foi aplicado em 68,3% das 17.589 mulheres atendidas em pré-natal, resultando numa positividade de 0,76%.

  2. Manejo de Dolor Durante el Trabajo de Parto en Gestantes de un Centro de Salud

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    María Stella Campos de Aldana

    2010-12-01

    Full Text Available Introducción: En este artículo se describe el manejo del dolor durante el trabajo de parto en las gestantes que asisten al curso de preparación para la maternidad y paternidad responsable en el centro de salud Girardot. Materiales y Métodos: Estudio serie de casos, de corte transversal, se trabajó una muestra por conveniencia conformada por nueve maternas que asistieron al curso de preparación para la maternidad y paternidad responsable y un grupo control de nueve madres que no asistieron a este curso; se utilizo una ficha sociodemográficas que permitió medir las características de las maternas y la encuesta de escala categórica del dolor de Hiskisson (1974. Resultados: A la aplicaciónde la escala categórica del dolor, el grupo de casos escribieron subjetivamente la intensidad del dolor en lasiguiente forma; Poco: en la primera etapa el 55.5%, enla segunda etapa el 77.7% y en la tercera etapa el 88.8%; Bastante en la primera etapa el 44.45%, el 22.22 % en la segunda etapa y el 11.11% en la tercera etapa. Respecto al grupo control las mujeres gestantes describieron el dolor sujetivamente en la intensidad de Mucho en la primera etapa el 77.78%, en la segunda etapa el 55.55%y el 33.33% en la tercera etapa; Bastante intensidad deldolor el 11.11% en la primera etapa, 44.45% en la segunda etapa y 55.56% en la tercera etapa; finalmente el 11.11% refirió sujetivamente el dolor como Poco en la primeray tercera etapa no describiéndose esta característicaen la segunda etapa. Discusión y Conclusiones: Enel grupo de casos describieron subjetivamente pocaintensidad del dolor, en la primera etapa de dilatación y Borramiento. En el grupo control las mujeres refirieron sujetivamente mucha intensidad del dolor en la primera y segunda etapa. (Rev Cuid 2010;1(1:35-43.Palabras clave: Dolor de parto, mujeres embarazadas, Trabajo de parto. (Fuente DeCs, BIREME.

  3. Percepções de gestantes sobre atenção odontológica durante a gravidez The beliefs of pregnant women about dental care during gestation

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucimar Aparecida Britto Codato

    2008-06-01

    Full Text Available O presente artigo tem como proposta discutir a percepção de gestantes usuárias do Sistema Único de Saúde e também as assistidas em serviço privado conveniado sobre saúde bucal no período gestacional, por meio de entrevistas semi-estruturadas, cujos dados foram objeto de análise de conteúdo. Foram realizadas entrevistas até obter-se saturação em relação à compreensão dos objetivos dessa pesquisa, totalizando vinte. A análise e interpretação dos dados mostraram a existência de mitos, medos e restrições relacionados à atenção odontológica no pré-natal. A busca pela atenção odontológica entre as usuárias do SUS é mais rotineira e sistemática durante o pré-natal devido à oferta programática realizada neste período pelas Unidades Básicas de Saúde (UBS, sendo uma oportunidade de resolver problemas odontológicos pré-existentes. Identificou-se entre as gestantes assistidas por convênio a existência de atenção odontológica programada em outras épocas e evitadas durante o pré-natal.The objective of this study was identifying beliefs of pregnant women, both users of the Unified Health System (the Brazilian Healthcare System and women assisted by the private sector, with respect to oral health and dental care during their pregnancy. The approach used in this survey was theme-based qualitative content analysis. The subjects' comprehension of the objectives of this study was checked in semi-structured interviews, a total of 20. Analysis and interpretation of the collected data revealed the existence of myths, fears and restrictions with regard to prenatal dental care. According to our findings the users of the Unified Health System seem to have dental visits on a more systematic and regular basis than the users of the private health sector, probably because the dental services offered by the prenatal program of the Primary Care Units is providing them with an opportunity to solve pre-existing dental problems

  4. Ações de terapia ocupacional com adolescentes gestantes na rotina diária / Actions of Occupational Therapy with adolescent pregnancy in daily routine

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cinthia Raquel Ferreira Nascimento

    2017-11-01

    Full Text Available Introdução: A gestação na adolescência é considerada um problema de saúde pública. Neste contexto, o terapeuta ocupacional pode desenvolver sua abordagem com foco no desempenho ocupacional desta população, que se depara com um novo papel e na modificação de suas ocupações. Objetivo: Descrever as ações de terapia ocupacional com adolescentes gestantes sobre o desempenho em ocupações na rotina diária. Métodos: Estudo do tipo pesquisa-ação com abordagem qualitativa. Foi desenvolvido no ambulatório da Saúde da Mulher de um Hospital Universitário da cidade do Recife – PE, entre março e julho de 2016, com 10 adolescentes gestantes. Os dados foram obtidos por meio de entrevista semiestruturada, consulta a prontuários e observação participante dos grupos, que gerou registros em diário de campo e gravações. Os princípios éticos da Resolução 466/12 do Conselho Nacional de Saúde, foram respeitados. Resultados: As ações foram iniciadas com o levantamento, junto às gestantes, de dificuldades no desempenho ocupacional, problematização esta que favoreceu as discussões posteriores, em direção à construção compartilhada de estratégias. As ocupações indicadas como problemáticas foram: calçar o sapato, depilar-se, atividade sexual, descanso e sono e mobilidade funcional. A partir daí, o grupo elaborou estratégias para melhorar sua performance nestas atividades, bem como qualidade de vida, respaldadas por orientações da terapeuta ocupacional.  Conclusões: No estudo, foi possível identificar as dificuldades no desempenho ocupacional na rotina diária das gestantes, bem como favorecer a reflexão das mesmas sobre as estratégias de enfrentamento, para contribuir com a redução de agravos à saúde, promoção da autonomia e independência funcional.  Abstract Introduction: Gestation in adolescence is considered a public health problem. In this context, the occupational therapist can develop his

  5. Atenção odontológica à gestante: papel dos profissionais de saúde Dental treatment of pregnant women: the role of healthcare professionals

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucimar Aparecida Britto Codato

    2011-04-01

    Full Text Available Trata-se de pesquisa qualitativa realizada com gestantes usuárias do Sistema Único de Saúde (SUS e de serviços privados que objetivou identificar a percepção dessas mulheres sobre o papel dos profissionais de saúde em relação à atenção odontológica durante a gravidez, cujos dados foram coletados por meio de entrevistas gravadas, semiestruturadas por roteiro de questões e analisados por meio de análise de conteúdo temática. Concluiu que alguns profissionais de saúde alimentam e proferem mitos e medos sobre atenção odontológica e saúde bucal relacionados ao período gestacional. Evidenciou-se a necessidade de investimentos em educação sobre odontologia e gravidez, tanto em nível de graduação como de pósgraduação, porque tais conhecimentos podem contribuir com a revisão de conceitos e, por conseguinte, nas condutas manifestas ante essa parcela da população.The scope of this article involved qualitative research conducted together with pregnant women attended by the Brazilian Unified Health System (SUS and private services, seeking to identify the perception of these women on the role of health professionals in relation to dental care during pregnancy. The data were collected through recorded, semi-structured interviews based on a questionnaire and analyzed by assessment of thematic content. It was noted that some health professionals propagate and reinforce misconceptions and fears about dental care and oral health during pregnancy. The need for investment in education on dental care during pregnancy, both at undergraduate and graduate level, was clearly revealed, since knowledge on the subject can contribute to a review of concepts, and consequently the manifest behavior vis-à-vis this segment of the population.

  6. Avaliação da saúde bucal das gestantes atendidas no PSF Adirbal Corralo na cidade Passo Fundo-RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Alberto Rech

    2016-04-01

    Full Text Available O presente trabalho tem por objetivo analisar as condições e percepções de saúde bucal das gestantes que freqüentam o grupo de gestantes do PSF Adirbal Corralo na cidade de Passo Fundo-RS. Trata-se de um estudo quantitativo com abordagem descritiva. Para a coleta de dados foram utilizados questionários acerca da saúde bucal das gestantes, procurando observar quantas vezes e como é feita a escovação, o atendimento odontológico, as orientações odontológicas pré-natais e também exame clínico verificando índice CPOD e de placa visível. Apartir dos resultados, observa-se que somente 32,15% das gestantes procuraram atendimento odontológico durante a gestação. Orientações odontológicas no pré-natal foram recebidas por 14,28%. A prevalência de placa visível foi de  57,15% e do índice de cárie 78,57%.  Dessa forma, se observa que as gestantes necessitam de maiores informações no que envolve gravidez e saúde bucal, buscando melhorar a qualidade de vida das mesmas. Palavras-chave: Saúde bucal. Gestação. higiene bucal.

  7. O diálogo com gestantes sobre plantas medicinais: contribuições para os cuidados básicos de saúde - DOI: 10.4025/actascihealthsci.v26i2.1579 Dialogue with pregnant women about medicinal plants: contribution to health basic care - DOI: 10.4025/actascihealthsci.v26i2.1579

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Amanda Ayres

    2004-04-01

    Full Text Available Este estudo descritivo-exploratório discutiu o uso de plantas na vida da gestante e suas implicações para os cuidados básicos de saúde. Os objetivos eram os seguintes: identificar as plantas comumente utilizadas pelas gestantes; descrever a finalidade e a forma de preparo das plantas e analisar suas implicações para os cuidados básicos de saúde. Aplicaram-se os conceitos de educação dialógica e do cliente como sujeito do cuidado. Participaram da pesquisa gestantes de uma instituição pública de saúde do Rio de Janeiro. Foram utilizadas entrevista semi-estruturada. Os resultados apontaram que o conhecimento das gestantes sobre as plantas é de origem sócio-familiar, sendo a camomila, a erva-doce, a erva-cidreira e o boldo as mais utilizadas, predominantemente em forma de chá. Ressalta-se o diálogo na reflexão quanto aos prejuízos advindos do uso indiscriminado de plantas, destacando-se os efeitos tóxico e abortivo. Foi possível repensar o cuidado de enfermagem, valorizando a participação do cliente nas ações básicas de saúde.This descriptive, exploratory study discussed the use of plants in pregnant women’s life and its implications for health basic care. Objectives: to identify the plants regularly used by pregnant women; to describe the purpose and preparation of the plants; to analyze the implications for heath basic care. Semi-structured interviews were applied to pregnant women from a public institution of Rio de Janeiro. The results showed that pregnant women’s knowledge about the plants is social and hereditary, being Chamomile, Anise, lemon herb and boldutree leaf the most commonly used, predominantly in tea form. Dialogue reflecting the harm caused by indiscriminate uses of the plants is very important, as well as their toxic and abortive effects. It was also possible to rethink the nursery care, increasing the client’s participation in the health basic actions.

  8. "ESTUDOS DOS MOTIVOS, PROCESSOS E CONSEQÜÊNCIAS DO ABORTAMENTO EM POPULAÇÃO ASSISTIDA NO PRONTO-SOCORRO OBSTÉTRICO DO AMPARO MATERNAL"

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Efigenia Britz Fariña

    Full Text Available A autora apresenta os resultados de pesquisa sobre abortamento provocado por 300 gestantes internadas na Unidade Ginecológica do Pronto-Socorro Obstétrico do Amparo Maternal, na Cidade de São Paulo, nos anos de 1970 e 1973. O levantamento evidenciou os principais resultados: — todas as gestantes pertenciam ao mesmo nível sócio-eco-nômico; destas, 95% (285 eram empregadas domésticas; — 20% (60 eram analfabetas, 50% (150 tinham instrução primária incompleta e 23,3% (70 contavam com o primário completo; — na primeira entrevista, 66,7% das gestantes (200 alegaram que a causa do abortamento havia sido ocasionada por "quedas", 23,3% (70 alegaram como causa o "susto"; — as 300 gestantes, em entrevistas subseqüentes, passaram a declarar que haviam provocado o abortamento. Entre os processos mais usados pelas gestantes prevaleceu a sonda de borracha, utilizada por 69,3% (208; — entre os responsáveis pela indução do abortamento destacaram-se a "curiosa", 67,0% (201 e a própria mulher, 22,7% (68; — entre os motivos que levaram a gestante a provocar o aborto destacaram-se: os psico-sociais, num total de 62,3% (187; os motivos econômicos foram apontados por 31,0% (93 da população; — as principais conseqüências físicas do abortamento provocado na população em estudo foram: as infecções moderadas e graves em 55,0% (165 e o choque hemorrágico em 12,0% (36; — entre as reações emocionais, em conseqüência do abortamento, destacaram-se: o "sentimento de arrependimento e de remorso", expressado por 41,7% (125, o "sentimento de auto-reprovação", 27,7% (83 e o "sentimento religioso de culpa", 26,3% (79.

  9. Laboratory assessment of iron status and reticulocyte parameters in differential diagnosis of iron deficiency anemia and heterozygous beta-thalassemia Avaliação laboratorial do estado do ferro e parâmetros reticulocitários no diagnóstico diferencial da anemia ferropriva e beta-talassemia heterozigótica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gisélia A.F.M. de Lima

    2002-01-01

    ócitos imaturos apresentam alta concentração dos receptores de transferrina na sua membrana. Estudamos a correlação entre sTfR e parâmetros reticulocitários em pacientes com anemia ferropriva (AF e com beta-talassemia heterozigótica (beta-tal hetero. Os parâmetros laboratoriais relacionados ao estado do ferro e reticulócitos foram estudados a fim de se estabelecer a utilidade clínica dos mesmos na distinção entre os dois tipos de anemia. Material e métodos: As medidas reticulocitárias foram obtidas usando-se um analisador hematológico semi-automático, e as concentrações de sTfR foram determinadas por técnica imunoenzimática. Foram estudados 49 pacientes com AF e 43 com beta-tal hetero. Resultados: As contagens de reticulócitos e os valores de sTfR foram significativamente mais elevados na AF do que na beta-tal hetero, mas o melhor parâmetro para diferenciar as duas anemias foi o índice de sTfR, obtido pela razão sTfR/ferritina. O compartimento de transporte foi mais bem avaliado pela dosagem de transferrina do que pela capacidade de ligação do ferro à transferrina (TIBC. A associação do ferro sérico à medida de transferrina (índice de transferrina melhorou a acurácia do teste de transferrina. Discussão: A correlação entre reticulócitos imaturos e nível de sTfR foi observada apenas no grupo com AF, sugerindo que a falta de ferro intracelular seja o principal fator responsável pelo estímulo à síntese de sTfR nas células sangüíneas imaturas. Os valores elevados de sTfR nos pacientes com beta-tal hetero refletem um certo grau de eritropoiese ineficaz nessa hemoglobinopatia. Conclusão: Concluímos que as medidas de sTfR, ferritina e transferrina são parâmetros úteis e precisos para diferenciar AF de beta-tal hetero.

  10. Necesidades de conocimientos de profesionales de la salud sobre la atención a la gestante y madre adolescente

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosa María Alonso Uría

    Full Text Available Introducción : el embarazo en la adolescente constituye un problema de salud; ya que es una etapa en que no existe la madurez necesaria para cumplir el rol de madre, lo cual repercute en el desarrollo futuro de ella y sus descendientes. Objetivos: Identificar las necesidades de conocimientos sobre la atención integral a las gestantes y madres adolescentes en profesionales de la salud que laboran en los municipios de Regla y Guanabacoa. Métodos : se realizó una investigación descriptiva, prospectiva y transversal, se diseñó un cuestionario aplicado en el periodo octubre-diciembre de 2012, con temas necesarios para la atención integral. Resultados : se logró reunir a 100 profesionales que acudieron en el momento de la aplicación. El 43 % presentó una calificación entre 70 y 79 puntos, 29 % entre 80 y 89; y un 15 % entre 60 y 69. Solo un 7 % obtuvo muy buenos conocimientos. Los temas de mayor carencia fueron, complicaciones del embarazo en la adolescencia, utilización de métodos anticonceptivos y anticoncepción de emergencia, manejo del neonato, técnica y ventajas de la lactancia materna. Es notoria la impericia en la psicoprofilaxis; así como el desconocimiento de la frecuencia en que deben realizarse las consultas de seguimiento a las gestantes, puérperas adolescentes y sus recién nacidos. Conclusiones: existen necesidades de conocimientos en los profesionales para el manejo integral y correcto a la adolescente gestante y madre, así como en las orientaciones para la crianza de su descendiente. Se necesita una estrategia de superación profesional para satisfacer las carencias cognitivas.

  11. Percepción sobre el control prenatal de las gestantes adolescentes en la E.S.E San Cristóbal, Bogotá 2012

    OpenAIRE

    Mayorga Palacios, Andrea del Pilar

    2012-01-01

    Objetivo: Explorar la percepción que tienen las gestantes adolescentes con relación al control prenatal, en el Hospital San Cristóbal de Bogotá. Diseño metodológico: Estudio cualitativo, exploratorio, con enfoque hermenéutico, realizado mediante la técnica de análisis de contenido a las entrevistas semi-estructuradas de 12 gestantes adolescentes que asisten al control prenatal en la Empresa Social del Estado San Cristóbal de la ciudad de Bogotá, 2012. Resultados: Del análisis emergieron 5 c...

  12. Niveles de Proteína C-Reactiva en gestantes con y sin periodontitis crónica del Instituto Nacional Materno Perinatal

    OpenAIRE

    Salas Huamaní, Juana Rosmeri; Munayco Magallanes, Américo

    2011-01-01

    Objetivo. Evaluar los niveles de Proteína C-Reactiva (PC-R) en gestantes con y sin periodontitis crónica teniendo en cuenta la covariable infección genito urinaria. La PC-R ha estado implicada como posible mediador inflamatorio sistémico en la asociación de periodontitis y efectos adversos en el embarazo. Material y método. Fueron medidos los niveles de PC-R con la técnica de inmuno turbidimetría a un total de 48 gestantes, 33 con periodontitis crónica y 15 sin periodontitis crónica ...

  13. Evaluación de una intervención para incrementar la cobertura de vacunación antigripal en gestantes

    OpenAIRE

    Alzuria Alós, Rosa Mar

    2016-01-01

    Objetivo: Conocer el perfil y cobertura de vacunación antigripal (VAG) de las gestantes atendidas en servicios d’Atenció a la Salut Sexual i Reproductiva (ASSIR), y el posterior impacto de una intervención a matronas sobre la cobertura y rol profesional. Métodos: Estudio comparativo antes-después, compuesto por un estudio transversal multicéntrico en 2013/14 sobre cobertura de VAG según el registro del Institut Català de la Salut (ICS) y auto-referida por las gestantes, seguido en la temporad...

  14. Atención de enfermería en la gestante con hábitos tóxicos

    OpenAIRE

    Díaz Sánchez, Cristina

    2014-01-01

    El embarazo puede verse complicado por el estilo de vida de la gestante. Los hábitos tóxicos de la mujer embarazada afectan negativamente al bienestar materno-fetal. El abuso de sustancias tóxicas, independientemente de que las sustancias consumidas sean alcohol, tabaco, drogas o fármacos, trae consigo un mayor riesgo de complicaciones en la población en general. En las gestantes, este aspecto no cambia, apareciendo con frecuencia consecuencias negativas tanto en ...

  15. Salud bucal: representaciones sociales en madres gestantes de una población urbana. Medellín, Colombia

    OpenAIRE

    Escobar-Paucar,Gloria; Sosa-Palacio,Catalina; Sánchez-Mejía,Ángela

    2011-01-01

    A partir de la teoría de las representaciones sociales, se realizó una investigación cualitativa con el propósito de comprender las representaciones sociales del proceso salud-enfermedad bucal en madres gestantes de una población urbana. Se entrevistaron 28 mujeres adultas asistentes al programa prenatal en una institución de salud de la ciudad de Medellín. Las entrevistas fueron grabadas y transcritas y se analizaron mediante codificación abierta, axial y selectiva, de acuerdo con la teoría ...

  16. ALTO DÉFICIT DE CONOCIMIENTOS Y PERCEPCIONES ADECUADAS SOBRE ALIMENTACIÓN EN GESTANTES DEL HOSPITAL APOYO IQUITOS, 2012

    OpenAIRE

    Irene Paima; Edwin Zevallos

    2012-01-01

    Los conocimientos y percepciones sobre los alimentos ingeridos en la gestación tienen una vital importancia porque dependiendo de una buena alimentación en esta etapa, periodo en el que se incrementan notablemente las necesidades nutritivas para el beneficio del binomio madre – feto, será de mayor ayuda para prevenir en cada nueva gestación un déficit nutricional. Se realizó un estudio de descriptivo y transversal, la población estuvo conformada por todas las gestantes que acudieron al servic...

  17. Forma de cuidarse las gestantes adolescentes y adultas de las comunas una y cinco en Santa Marta

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mirith Vásquez Munive

    2013-10-01

    Full Text Available ResumenEl cuidado es una experiencia humana holística, que permite conservar la vida y las condiciones de salubridad y adaptarse a situaciones cambiantes. La enfermería tiene como eje central la ciencia del cuidado. Por eso es de gran importancia conocer cuáles son las prácticas de cuidado que tienen las gestantes, y si hay diferencias en este cuidado entre las gestantes adolescentes y las adultas. Para responder este interrogante, se realizó un estudio comparativo en la ciudad de Santa Marta donde, a través de un muestreo intencional por conveniencia, se estudiaron 47 gestantes adolescentes y 92 gestantes adultas. Se valoraron las prácticas de cuidado en cuanto a alimentación, estimulación prenatal, ejercicio y descanso, higiene y cuidados personales, sistemas de apoyo y consumo de sustancias no beneficiosas. Se concluyó que en ambos grupos las prácticas son regulares. La adulta estimula mas a su hijo por nacer, tiene mejores prácticas de higiene y sistemas de apoyo y consumen menos sustancia no beneficiosas. La adolescente tiene mejor práctica de ejercicio y descanso y la alimentación es regular en ambos grupos. (Duazary 2009 I; 31-37AbstractThe care is a holistic human experience that allows to conserve the life and the health conditions and to adapt to changing situations. Infirmary has as central axis the science of the care, for that reason it is of great importance to know which they are the practices of care that have the pregnancy, and if there are differences in this care between the teenager pregnancy and the mature pregnancy. To respond this query, was carried out a comparative study in Santa Marta's city, where through an intentional sampling for convenience 47 teenager pregnancy and 92 mature pregnancy. were studied. The practices of care were valued as for feeding, prenatal stimulation, exercise and rest, hygiene and personal cares, support systems and non beneficial substances. You concluded that in both groups the

  18. Saúde bucal materno-infantil: um estudo de representações sociais com gestantes

    OpenAIRE

    Mirelle Finkler; Denise Maria Oleiniski Belliard; Flávia Regina Ramos Souza

    2004-01-01

    El presente estudio se trata de un abordaje cualitativo con el objetivo de comprender las representaciones sociales de las mujeres embarazadas y los problemas relacionados a su salud oral, a través de entrevistas semi-estructuradas. La discusión de los resultados busca colaborar en la instrumentalización de los profesionales de la salud al proporcionarse una reflexión en la actual asistencia odontológica brindada a la gestante, a partir de hallazgos como la representación del trat...

  19. Suicidio en mujeres gestantes: vivencias y redes de apoyo para las familias que les sobreviven

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    María V. Builes-Correa

    2014-09-01

    Full Text Available Resumen Objetivo: describir la vivencia que han tenido las familias de dos mujeres gestantes alrededor de su muerte por suicidio en el Departamento de Antioquia (Colombia durante el año 2010-2011. Metodología: investigación cualitativa, método fenomenológico-hermenéutico, específicamente estudio de casos. Se realizaron entre tres y cuatro entrevistas con cada familia y posteriormente se sistematizaron bajo el software Atlas ti. Resultados: en la familia de Bella se encontró la categoría: la vivencia familiar frente al suicidio: de cómo tornarse aprendiz; de ésta surgieron dos categorías: 1. Su muerte nos afectó por dentro y por fuera; 2. entre la sordera y la potencia de las redes de apoyo. En la familia de Consentida emerge la categoría la vivencia familiar: cómo sobrevivir al dolor, a su vez de ella se derivan dos tendencias: 1. Ampliando y rompiendo redes: 2. atando cabos. Conclusiones: las familias del estudio han ido sobreponiéndose al evento en tanto han logrado reconocimiento por parte de redes colaborativas, potenciadoras y vinculantes que han permanecido a lo largo del tiempo. En su vivencia las familias han logrado tomar distancia de la elección de sus familiares gestantes y han seguido valientemente sobreponiéndose a su pérdida. Abstract Objective: to describe the experiences of the families of two pregnant women who committed suicide in the Department of Antioquia (Colombia during 2010-2011. Methodology: a qualitative study using the hermeneutic phenomenological approach, specifically the case study method. Three to four interviews were conducted with each family. These interviews were later systematized using the Atlas ti software. Results: the category “family experience in the event of suicide: on how to become a learner” was found in the family of Bella, and two categories emerged from it: 1. “Her death affected us both internally and externally.” 2. “Between deafness and the power of the support

  20. Significado da presença de esquizócitos no sangue periférico de gestantes com pré-eclâmpsia Ming of the presence of schistocytes in blood smear of preeclamptic pregnat women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosângela de Fátima do Nascimento e Silva

    2008-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar o significado da presença de esquizócitos em esfregaço de sangue periférico de gestantes com pré-eclâmpsia, identificando-os e correlacionando-os com outros marcadores de hemólise e da gravidade da doença. MÉTODOS: foram avaliadas 76 lâminas de esfregaço de sangue periférico de gestantes portadoras de pré-eclâmpsia. Após a realização do esfregaço, as lâminas foram submetidas ao corante de Leishman e armazenadas até a leitura, feita em microscópio modelo DLMB, da marca Leica, com aumento de 40 vezes e imersão em óleo. O microscópio era dotado de software Qwin Lite 2.5, que permitia gravar as imagens dos campos escolhidos em CD-ROM. Em cada lâmina foram contados dez campos com aproximadamente 100 eritrócitos. Foi considerada presença de esquizócitos (fragmento irregular ou em forma de capacete, de mordida ou triângulo quando a porcentagem dos mesmos era maior ou igual que 0,2%. A presença de esquizócitos foi correlacionada com outros marcadores de hemólise (hemoglobina, bilirrubina total, desidrogenase lática e reticulócitos, marcadores da pré-eclâmpsia (proteinúria e número de plaquetas e com a gravidade da pré-eclâmpsia. Para análise estatística foi utilizado o programa Statistical Package in Social Science (SPSS, versão 10.0, com valor de pPURPOSE: to evaluate the significance of schizocytes presence in peripheral blood smear of pregnant women with pre-eclampsia, identifying and correlating them with other markers of hemolysis and of the disease severity. METHODS: Seventh six glass slides of peripheral blood smear of pregnant women with pre-eclampsia have been evaluated. After the smear, the slides have been stained with Leishman's dye and stored till they were examined with a Leica, model DLMB microscope, provided with the Qwin Lite 2.5 software that made it possible to record the images of selected fields in CD-ROM. Ten fields with approximately 100 erythrocytes were counted in each

  1. Inversión del recurso-tiempo en la monitorización de embarazadas de bajo riesgo por el equipo de salud de la familia Investimento do recurso-tempo na monitorização das gestantes de baixo risco pela equipe de saúde da família Investment of time resource in prenatal care by family health staff

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sayuri Tanaka Maeda

    2005-04-01

    Full Text Available Se trata de un estudio sobre gestantes de bajo riesgo en la unidad de salud de la familia. Tuvo como objetivos describir el recurso tiempo invertido por los equipos y analizar su configuración en el proceso del control prenatal, en la población seleccionada. Se basó en datos de historias clínicas de 47 mujeres, con edades comprendidas entre 20 a 29 años, residentes en el Municipio de Sao Paulo, abarcando períodos del 2001 al 2003. Las gestantes fueron clasificadas según los cuidados de salud desarrollados durante la fase del embarazo: sin problemas de salud, con intervención temprana de especialistas y aquellas con tratamiento odontológico. En los tres grupos, se verificó la inversión de mayor tiempo en las consultas realizadas por los profesionales de nivel superior y en las visitas en los domicilios, por los agentes comunitarios. La mediana del tiempo global, por gestante, fue de 10h para el primer grupo, 12h para el segundo y el tercero obtuvo una media de 12h. El índice del tiempo invertido en la atención directa varió de 59,40% a 80,51%.Trata-se de um estudo com gestantes de baixo risco, atendidas na unidade de saúde da família. Teve como objetivos descrever o recurso-tempo investido pela equipe de saúde e analisar a sua configuração em equipe, no processo de monitoramento pré-natal. Os dados foram baseados nas histórias clínicas de 47 mulheres, na faixa etária de 20 a 29 anos, atendidas entre 2001 e 2003, na zona leste do município de São Paulo. As gestantes foram classificadas em três grupos: sem problemas de saúde, com tratamento odontológico e com intervenção pontual de especialistas. Evidenciou-se maior tempo investido por profissionais de nível universitário, seguido de agentes comunitários. A mediana do tempo global, por gestante, foi de 10h para o primeiro grupo, 12h para o segundo e o terceiro obteve média de 12h. O índice do tempo apurado para o atendimento direto variou de 59,40% a 80,51%.This

  2. CUIDADO À GESTANTE NA ATENÇÃO BÁSICA: RELATO DE ATIVIDADES EM ESTÁGIO CURRICULAR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mayckel da Silva Barreto

    2013-01-01

    Full Text Available Relato de experiencia que describe una actividad académica durante el curso de Prácticas Interdisciplinarias, del programa curricular del 4o año de graduación en Enfermería de una universidad pública del Paraná, Brasil. Como evaluación se elaboró un Plan de Acción basado en el Método Altadir de Planificación Popular, sobre la atención prenatal, centrándose en las complicaciones más comunes del embarazo. Después de buscar en la literatura, observaciones durante las prácticas, estudio de documentos e informaciones del equipo de salud, reveló que la anemia, seguida de las complicaciones urinarias, gástricas y ginecológicas fueron las más frecuentes en la unidad. Como resultado de los conocimientos adquiridos en conjunto, se desarrollaron acciones, con los profesionales y las mujeres. La actividad evidenció la importancia del Prácticas Interdisciplinarias como agente de consolidación de las competencias y habilidades, proporcionando al estudiante identificar problemas, desarrollar estrategias de intervención y las demandas operativas de la acción.

  3. Evolução temporal da prevalência de anemia em adolescentes grávidas de uma maternidade pública do Rio de Janeiro

    OpenAIRE

    Pessoa,Lidiane da Silva; Saunders,Cláudia; Belfort,Gabriella Pinto; Silva,Letícia Barbosa Gabriel da; Veras,Lívia Soares; Esteves,Ana Paula Vieira dos Santos

    2015-01-01

    OBJETIVO: Descrever a evolução temporal da prevalência de anemia em adolescentes grávidas atendidas em uma maternidade pública do município do Rio de Janeiro no período de 2004 a 2013. MÉTODOS: Trata-se de um estudo analítico transversal retrospectivo com 628 gestantes/puérperas adolescentes, distribuídas em 3 grupos distintos: Grupo A (2004 a 2006), Grupo B (2007 a 2010) e Grupo C (2013). Informações relativas às caracter&...

  4. Características clínicas de las gestantes con hipertensión arterial crónica atendidas en un hospital general de Lima

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jordana Bravo

    2013-10-01

    Full Text Available Objetivos: Describir las características epidemiológicas, clínicas y de laboratorio de las gestantes con hipertensión arterial crónica (HTAC, así como, conocer los resultados del producto de la gestación. Material y métodos: Estudio descriptivo, observacional, longitudinal, retrospectivo, tipo serie de casos. Se incluyeron pacientes gestantes con HTAC cuyo parto fue atendido en el Hospital Nacional Cayetano Heredia entre 2006 y 2012. Se utilizó estadística descriptiva, se determinaron frecuencias y porcentajes para las variables categóricas y medias y desviación estándar para las numéricas continuas. Resultados: Se incluyeron 41 gestantes con HTAC. El 56,1% tenía 35 o más años, 68,3% presentó preeclampsia sobreagregada. La tasa de filtración glomerular estimada fue 300mg. El 73,2% tuvo parto abdominal, 41,5% de los recién nacidos fueron prematuros y el 39,1% tuvo peso menor a 2 500 g. Conclusiones: Las gestantes con HTAC presentan características clínicas y epidemiológicas similares a las descritas en otros estudios; con la diferencia que presentaron frecuencia alta de preeclampsia sobreagregada y complicaciones materno - perinatales.

  5. Anestesia para cesariana em paciente com síndrome de Guillain-Barré: relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniel Volquind

    2013-08-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A Síndrome de Guillain-Barré durante a gestação é considerada uma CIRURGIA, Cesárea; complicação neurológica rara e o manejo anestésico para a cesariana nessas pacientes ainda não é consenso na literatura. O objetivo deste artigo é relatar o caso de uma paciente gestante portadora da Síndrome de Guillain-Barré submetida à cesariana. RELATO DO CASO: Paciente feminina, 22 anos, com 35 semanas e cinco dias de idade gestacional, da celularidade. A técnica anestésica empregada foi a anestesia geral, induzida com propofol 1,5 mg.kg-1 e mantida com sevofiurano 2% em oxigênio e fentanil 3 µg.kg-1. O procedimento transcorreu sem complicações, tanto para a gestante quanto para o concepto. A paciente obteve alta no décimo dia de internação, após melhora progressiva do quadro neurológico. CONCLUSÕES: A técnica anestésica a ser empregada em gestantes portadoras da Síndrome de Guillain-Barré que necessitam fazer cesariana permanece como escolha do anestesiologista, que deve ser guiado pelo quadro clínico e pelas comorbidades de cada paciente.

  6. Effect of antiretroviral drugs on maternal CD4 lymphocyte counts, HIV-1 RNA levels, and anthropometric parameters of their neonates Efeito das drogas anti-retrovirais sobre os valores dos linfócitos TCD4, RNA do HIV-1 e parâmetros antropométricos de neonatos de gestantes portadoras do HIV-1

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia El Beitune

    2005-06-01

    Full Text Available PURPOSE: To study the effect of antiretroviral drugs administered during pregnancy on CD4 lymphocyte counts and HIV-1 RNA levels of pregnant women and on the anthropometric parameters of their neonates. METHODS: A prospective study was conducted on 57 pregnant women and their neonates divided into 3 groups: ZDV Group, HIV-infected mothers taking zidovudine (n = 20; triple therapy (TT Group, mothers taking zidovudine + lamivudine + nelfinavir (n = 25, and Control Group, normal women (n = 12. CD4 lymphocyte counts and HIV-1 RNA levels of pregnant women were analyzed during two periods of pregnancy. The perinatal prognosis took into account preterm rates, birth weight, intrauterine growth restriction, perinatal death, and vertical transmission of HIV-1. Data were analyzed statistically using the nonparametric chi-square, Mann-Whitney, Friedman, Kruskal-Wallis, and Wilcoxon matched pairs tests, with the level of significance set at P OBJETIVOS: Estudar o efeito das drogas anti-retrovirais sobre a quantificação dos linfócitos TCD4 e RNA do HIV-1 de gestantes portadoras do HIV-1 e parâmetros antropométricos de seus neonatos. MÉTODOS: Estudo prospectivo avaliando 57 gestantes e seus neonatos em três grupos: Grupo AZT, gestantes portadoras do HIV utilizando zidovudina (n=20; Grupo TT, mães utilizando zidovudina+lamivudina+nelfinavir (n=25, e Grupo Controle, mulheres saudáveis (n=12. A quantificação dos linfócitos TCD4 e RNA do HIV-1 de gestantes portadoras do HIV foi analisada em dois períodos durante a gestação. O prognóstico perinatal levou em consideração as taxas de pré-termos, restrição de crescimento intra-útero, mortalidade perinatal e transmissão vertical do HIV-1. Os dados foram analisados utilizando-se testes não paramétricos de qui-quadrado, Mann-Whitney, Friedman, Kruskal-Wallys e Wilcoxon para amostras pareadas, considerando-se significativos valores associados a p<0,05. RESULTADOS: Observou-se homogeneidade entre

  7. Avaliação dos conhecimentos e práticas de saúde bucal de gestantes, usuárias do SUS, no município de Dourados - MS

    OpenAIRE

    Venâncio, Elizandra de Queiroz

    2010-01-01

    A gravidez provoca na mulher mudanças fisiológicas e psicológicas, ambas com influência direta sobre a saúde bucal. O objetivo deste estudo foi avaliar conhecimentos e práticas de saúde bucal de um grupo de gestantes, usuárias do SUS, do Município de Dourados MS. Foram entrevistadas 260 gestantes e os dados tabulados no EPI-INFO 3.3.2. Os resultados mostraram que 80,76% das gestantes acreditam necessitar de tratamento odontológico, entretanto a maioria delas não foi ao dentista por diversas r...

  8. Indicación temprana de electroforesis de hemoglobina a gestantes de Ciudad de La Habana

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcos Raúl Martín Ruiz

    2000-06-01

    Full Text Available Con el propósito de lograr la detección temprana de parejas de alto riesgo de tener hijos con anemia falciforme en una edad gestacional lo más temprana posible, se estableció en el sistema nacional de salud en 1991-92 que el pesquisaje de hemoglobinas anormales en gestantes se hiciera en la captación del embarazo. Para evaluar la medida se consideraron 9 424 indicaciones de 80 áreas de salud de Ciudad de La Habana en 1999, con un 86,5 % de indicaciones tempranas globalmente, mientras que en 1992 fue 46,4 %. En la distribución de áreas de salud por intervalos según porcentaje de indicación temprana, se encontró: 75 al 84 %: 26 áreas de salud (32,5 %; 85-89 %: 29 (36,3 %; 90-94 %: 25 (31,3 %; y 95 % y más: ninguno. Se muestra en los resultados una notable mejoría en el cumplimiento de la medida. Todavía es necesario mejorar la divulgación y principalmente en áreas de salud todavía con insuficiencias.In order to detect as early as possible those couples at high risk for having children with sickle cell anemia, it was established in the national health system in l991-92 that the screening of abnormal hemoglobins in pregnant women should be made at the time of catchment. To evaluate the measure 9 424 indications of 80 health areas in Havana City were evaluated in l999, with 86,5% of early indications, whereas in l992 it was 46,4%. In the distribution of health areas by intervals according to the percentage of early indication the following results were obtained: 75-84%: 26 health areas (32,5%; 85-89%: 29 (36,3%; 90-94%: 25 (31,3% and 95% and over: none. It is observed a significant improvement concerning the fulfillment of this measure. It is still necessary to enhance spreading, mainly in those health areas with deficiencies

  9. Prevalencia de sífilis en mujeres gestantes atendidas por el Programa de Protección a la Gestante (PPG y reporte de aborto en el Estado de Sergipe, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Saab

    2016-06-01

    Full Text Available Introducción: La sífilis ha representado un importante reto para la salud pública en Brasil, tanto por su alta prevalencia como por las graves secuelas neonatales. Objetivo: Determinar la prevalencia de infección por sífilis y la aparición de abortos involuntarios en mujeres embarazadas, por edad y distribución espacial en el estado de Sergipe en Brasil. Metodología: Estudio transversal descriptivo-retrospectivo, en el que se analizaron 39.807 registros de usuarias del Programa de Protección a la Gestante (PPG ofrecido en 73 municipios en el estado de Sergipe, en un período aproximado de dos años. Resultados: Fueron seleccionadas 39.807 gestantes, de las cuales 7.538 (18,9% reportaron haber abortado, 544 (1,37% fueron halladas con sífilis positiva y 192 (0,48% presentaron sífilis positiva y reporte de aborto. La proporción aumentó de 25,7% de mujeres que abortaron y tuvieron cualquier tipo de alteración (HIV, HTLV, Chagas, Hepatitis B, Hepatitis C, Clamidia, Toxoplasmosis, Rubéola, Citomegalovirus, Hipotiroidismo congénito e Fenilcetonuria materna a 35,3% en mujeres que abortaron y presentaron confirmación de sífilis positiva, representando un aumento de 1,37 veces de los casos. El Municipio de Carmópolis tuvo el mayor porcentaje de casos con 2,19%, seguido de Malhador con un 1.30%, Malhada dos Bois con 1.16%, Estância con 1.15%, Barra dos Coqueiros con 1.14%, Santa Luzia do Itanhy con 1,04% y Pedrinhas con un 1,00%. Conclusión: Se verificó que en la mayoría de los municipios fue elevado el número de registros de abortos involuntarios en mujeres gestantes. La prevalencia gestacional de sífilis fue superior a la aceptada por la Organización Mundial de la Salud (OMS. Por medio del PPG se verificó que la sífilis continúa siendo un importante problema de salud durante la gestación, y que las mujeres con sífilis presentan una mayor frecuencia de abortos.

  10. La inequidad en el acceso a la atención odontológica de las mujeres gestantes en Santander

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sonia Constanza Concha Sánchez

    2014-04-01

    Full Text Available Introducción: Las condiciones de vida, salud, atención y cuidado de las gestantes están comprometidas, en especial en las mujeres más pobres y vulnerables, y el componente bucal ejerce un papel importante en esta inequidad. Objetivo: Describir las condiciones sociales y económicas que determinan la inequidad en el acceso a la atención odontológica de las mujeres gestantes en Santander. Metodología: Se realizó un estudio observacional analítico de corte transversal que incluyó 8695 gestantes en las que se analizó variables relacionadas con área geográfica, con el sistema de atención y en la mujer gestante variables demográficas, condición bucal y asistencia a consulta odontológica. Para el análisis univariado se calcularon medidas de resumen y para el bivariado se relacionó la asistencia a la consulta odontológica con las variables que determinan su asistencia a la consulta odontológica, para ello se aplicó test de chi². Conclusión: Los determinantes económicos y sociales relacionados con el bajo nivel de desarrollo del municipio, la residencia en zona rural, ser vinculada o usuaria del régimen subsidiado y ser mayor de 40 años influencian la atención odontológica de las mujeres gestantes en Santander

  11. Epidemiologia da sífilis gestacional em Fortaleza, Ceará, Brasil: um agravo sem controle Epidemiology of gestational syphilis in Fortaleza, Ceará State, Brazil: an uncontrolled disease

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Luiza de Araujo Campos

    2010-09-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo transversal foi conhecer o perfil epidemiológico das gestantes com VDRL reagente, em Fortaleza, Ceará, Brasil, no ano de 2008. Foi verificado o percentual das gestantes com sífilis que foram consideradas inadequadamente tratadas e os motivos da inadequação, de acordo com as normas do Ministério da Saúde. Foram entrevistadas 58 gestantes no pós-parto imediato, internadas em cinco maternidades públicas do município, e consultadas as informações do prontuário e do cartão das gestantes. Foram avaliados dados sociodemográficos, obstétricos e variáveis relacionadas ao diagnóstico e tratamento da gestante e do parceiro. Apenas três (5,2%; IC95%: 1,8%-14,1% gestantes foram consideradas adequadamente tratadas. O principal motivo da inadequação do tratamento foi a falta ou inadequação do tratamento do parceiro (88% dos casos; IC95%: 76,2%-94,4%. Foi possível constatar a necessidade de um segundo VDRL no terceiro trimestre de gestação. Os dados evidenciaram que o atendimento recebido pela gestante não foi suficiente para garantir o controle da sífilis congênita.This cross-sectional study investigated the epidemiological profile of pregnant women with positive VDRL in Fortaleza, Ceará State, Brazil, in 2008. The study verified the proportion of pregnant women with syphilis that was classified as treated incorrectly according to Brazilian Ministry of Health guidelines, and assessed the reasons for inadequate treatment. Fifty-eight women who had given birth at five public maternity hospitals were interviewed consecutively following delivery. Data were also recovered from medical files and pregnancy cards. Sociodemographic and obstetric data and information related to the diagnosis and treatment of syphilis in both pregnant women and their partners were analyzed. Only three (5.2%; 95%CI: 1.8%-14.1% pregnant women had received adequate treatment. The main reason for inadequate treatment was lack of partner

  12. Oportunidades perdidas de imunização antitetânica de gestantes de Juiz de Fora, Minas Gerais, Brasil Missed opportunities for tetanus immunization of pregnant women in Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Laura Maria Braga Borges de Mattos

    2003-11-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Estimar as oportunidades perdidas de vacinação antitetânica e a cobertura vacinal ao final da gravidez em gestantes de Juiz de Fora, Estado de Minas Gerais, Brasil. MÉTODOS: Entre 1º de janeiro e 31 de agosto de 1996, realizou-se um estudo transversal com 430 mulheres selecionadas aleatoriamente entre todas as gestantes de Juiz de Fora. As participantes foram entrevistadas a respeito do controle pré-natal, conhecimento sobre o tétano e vacinação antitetânica. RESULTADOS: A idade das gestantes variou de 14 a 45 anos (média de 26,4 ± 6,9 anos; 420 eram de zona urbana e 10 de zona rural. O controle pré-natal foi feito pelo Sistema Único de Saúde em 69,5% (299 das mulheres; 27,6% (119 utilizaram outros convênios; e 2,8% (12 não fizeram controle pré-natal. Trezentas e cinqüenta e duas mulheres (81,8% portavam o cartão de controle pré-natal e 85,6% (368 tiveram quatro ou mais consultas pré-natais. Com relação ao conhecimento do tétano, 92,1% (396 demonstraram conhecer a doença e sua gravidade. Dentre 430 gestantes, 359 (83,5% iniciaram a gestação não imunizadas contra o tétano: 104 foram imunizadas durante a gravidez em estudo e 255 permaneceram sem vacina até o puerpério, apesar do aumento significativo na chance de imunização com o aumento do número de visitas de pré-natal (OR = 2,7 para quatro ou mais visitas; P OBJECTIVE: To estimate the missed opportunities for tetanus vaccination and to determine the immunization coverage at the end of pregnancy in women living in the city of Juiz de Fora, which is in the state of Minas Gerais, Brazil. METHODS: A cross-sectional study was carried out of 430 women who were randomly selected from all the maternity hospitals in the city, from February through August 1996. The women were interviewed regarding prenatal care, their knowledge of tetanus, and tetanus immunization before or during the latest pregnancy. RESULTS: The age of the participants ranged from 14 to

  13. Caracterización de las gestantes de alto riesgo obstétrico (ARO en el departamento de Sucre (Colombia, 2015

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Judith Martínez Royert

    2016-01-01

    Full Text Available Objetivo: Caracterizar las gestantes de Alto Riesgo Obstétrico ( ARO que acuden a una IPS pública en el departamento de Sucre, Colombia (periodo enero, febrero y marzo de 2015. Material y métodos: Estudio cuantitativo, descriptivo. La muestra la conformaron 123 gestantes ARO . Se utilizó un instrumento elaborado por las investigadoras; se sometió a validez de constructo y contenido, y análisis de consistencia interna mediante el alfa de Cronbach. Resultados: El 13,18 % de las gestantes eran menores de 18 años; 38,2% procedentes de la capital y 19,5 % de la región del San Jorge; 66 % no manifestaron antecedentes patológicos; 13,8 % presentaron complicaciones de amenaza de aborto o de parto pretérmino; 37 % eran nulípara; 20.3 % tenían cesárea anterior; 22.8 % sufrieron abortos; 54.5 % manifestaron tensión emocional y mal humor; 82.9% no programaron el embarazo; 24 % con periodo intergenésico de 1 año; 55.3 % (68 gestantes se encontraban entre la semana 30 y 40 de gestación al momento de participar en el estudio. Conclusiones: La subregión de la Sabana y San Jorge fueron las que presentaron mayor número de gestantes de alto riesgo. Entre las patologías preexistentes más frecuentes se encontró anemias y migrañas, así como las del sistema endocrino y respiratorio. Esta investigación servirá como referente para proporcionar conocimiento respecto al perfil de las gestantes de alto riesgo en Sucre, para que los profesionales involucrados en su atención desempeñen un rol que permita contribuir al control y prevención de las complicaciones en ellas y en la reducción significativa de la mortalidad materna.

  14. Proteção do recém-nascido contra o tétano pela imunização ativa da gestante com antitoxina tetânica: estudo original de 1953 Protection of newborn infants against tetanus by active immunization of the pregnant women with tetanus antitoxin: the 1953 original study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Augusto Gomes Mattos

    2008-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Determinar, em cobaias prenhes e em gestantes, a produção de antitoxina tetânica induzida pela aplicação da anatoxina tetânica e estudar a sua passagem para o recém-nascido. MÉTODOS: Na primeira fase, em estudo experimental, cobaias prenhes foram vacinadas com duas doses de toxóide tetânico em um intervalo de 15 dias, seguida da dosagem de anticorpos na cobaia imunizada, na prole ao nascer e 15 dias após o nascimento. Outro grupo de animais previamente vacinado recebeu uma dose de reforço 30 dias antes do parto, medindo-se o nível de anticorpos na cobaia e na prole. Na segunda fase, em ensaio clínico, as gestantes humanas foram vacinadas com três injeções de anatoxina tetânica, com um intervalo de 30 dias, em qualquer período da gravidez, medindo-se, a seguir, a antitoxina tetânica. Nos recém-nascidos, os anticorpos foram medidos ao nascer e aos 15 dias de vida. RESULTADOS: O título de antitoxina no sangue da prole de cobaias vacinadas com anatoxina tetânica foi elevado ao nascimento e aos 15 dias de vida. A dose de reforço provocou elevação do título basal. Nas gestantes, a aplicação de três doses de toxóide antitetânico conferiu imunidade a 95% dos recém-nascidos estudados. Os recém-nascidos de mães vacinadas apresentaram títulos elevados de antitoxina que persistiram por mais de 15 dias de vida. CONCLUSÕES: A vacinação durante a gestação foi acompanhada de títulos protetores de antitoxina contra o tétano tanto nos filhotes de cobaias quanto nos recém-nascidos humanos.OBJECTIVE: To measure, in pregnant guinea pigs and women, the production of tetanus antitoxin, induced by vaccination with tetanus toxin, and to study the transmission of these antibodies to the offspring. METHODS: In an experimental design, pregnant guinea pigs were vaccinated with two doses of tetanus toxoid with a 15-day interval followed by determination of antibodies in the immunized guinea pig, in the offspring at birth

  15. Miomectomia em gestação de segundo trimestre: relato de caso

    OpenAIRE

    Leite,Guilherme Karam Corrêa; Korkes,Henri Augusto; Viana,Arildo de Toledo; Pitorri,Alexandre; Kenj,Grecy; Sass,Nelson

    2010-01-01

    Os leiomiomas uterinos caracterizam-se por doença benigna e são evidenciados em 2 a 3% de todas as gestações normais. Destes, cerca de 10% podem apresentar complicações durante a gravidez. Apresentamos um caso de paciente gestante que procurou o pronto-socorro obstétrico na 17ª semana, queixando-se de fortes dores, apresentava palpação abdominal dolorosa e descompressão brusca positiva. À ultrassonografia, apresentava nódulo de mioma medindo 9,1 x 7,7 cm, foi internada, medicada e devido à pi...

  16. Violência sexual e associação com a percepção individual de saúde entre mulheres gestantes Violencia sexual y asociación con la percepción individual de salud entre mujeres gestantes Sexual violence and its association with health self-perception among pregnant women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nicole Moraes Rêgo De Aquino

    2009-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar a prevalência de histórico de violência sexual entre mulheres gestantes e sua associação com a percepção de saúde. MÉTODOS: Estudo transversal, com 179 mulheres maiores de 14 anos e grávidas de 14 a 28 semanas, entrevistadas em serviços públicos de saúde em São Paulo, SP, entre os anos de 2006 e 2007. Os instrumentos utilizados foram: inventário de violência sexual, inventário de dados sociodemográficos e questionário de qualidade de vida relacionada à saúde: "Medical Outcomes 12-Item Short-Form Health Survey" (SF-12®. Mulheres com e sem história de violência sexual foram comparadas quanto à idade, escolaridade, ocupação, estado civil, cor da pele e autopercepção de saúde física e mental. A violência sexual foi caracterizada em penetrativa ou não penetrativa. RESULTADOS: Houve prevalência de 39,1% de violência sexual entre as entrevistadas, sendo 20% do tipo penetrativo, cometida sobretudo por agressores conhecidos. Em 57% das mulheres a primeira agressão ocorreu antes dos 14 anos. Não houve diferenças sociodemográficas entre mulheres que sofreram e as que não sofreram violência sexual. Escores médios de percepção de saúde física entre as entrevistadas com antecedente de violência sexual foram menores (42,2; DP=8,3 do que das mulheres sem este antecedente (51,0; DP=7,5 (pOBJETIVO: Estimar la prevalencia de histórico de violencia sexual entre mujeres gestantes y su asociación con la percepción de salud. MÉTODOS: Estudio transversal, con 179 mujeres mayores de 14 años y embarazadas de 14 a 28 semanas, entrevistadas en servicios públicos de salud en Sao Paulo, Sureste de Brasil, entre los años de 2006 y 2007. Los instrumentos utilizados fueron: inventario de violencia sexual, inventario de datos sociodemográficos y cuestionario de calidad de vida relacionada con la salud: "Medical Outcomes 12-Item Short-Form Health Survey" (SF-12 ®. Mujeres con y sin historia de violencia

  17. Fatores associados ao acesso anterior à gestação a serviços de saúde por adolescentes gestantes Factores asociados con el acceso anterior a la gestación a los servicios de salud por adolescentes gestantes Factors associated with access to health services prior to pregnancy by pregnant adolescents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ingrid Espejo Carvacho

    2008-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar os fatores determinantes do acesso de adolescentes gestantes a serviços de atenção primária à saúde, anterior à ocorrência da gestação. MÉTODOS: Estudo transversal baseado em referencial teórico. O acesso a serviços foi analisado em cinco dimensões: geográfico, econômico, administrativo, psicossocial e de informação. Participaram 200 adolescentes primigestas (10 a 19 anos atendidas em uma unidade básica de saúde do município de Indaiatuba (SP, em 2003. Um questionário com perguntas abertas e fechadas referentes ao acesso ao último serviço de saúde utilizado, anterior à gestação, foi aplicado às participantes no momento de sua primeira consulta de pré-natal. Os dados foram analisados por meio do teste de qui-quadrado de Pearson ou exato de Fisher e por regressão logística múltipla, considerando as cinco dimensões de acesso. RESULTADOS: Mais da metade (63,7% das adolescentes utilizou algum serviço de saúde para consulta ginecológica. Entre as que nunca consultaram um ginecologista, as justificativas dadas foram falta de informação (43,8% ou sentimento de medo ou vergonha (37,0%. A principal dificuldade de acesso ao serviço esteve relacionada a barreiras psicossociais, identificadas por 77,0% das adolescentes. CONCLUSÕES: Entre as barreiras de acesso ao serviço de saúde, foram significativas apenas as psicossociais. São necessárias novas estratégias para facilitar o acesso ao serviço de saúde às adolescentes, incluindo ações que diminuam as barreiras de gênero e que se considerem suas características sociodemográficas e o vínculo com seus parceiros.OBJETIVO: Analizar los factores determinantes del acceso de adolescentes gestantes a los servicios de atención primaria a la salud, anterior a la ocurrencia de la gestación. MÉTODOS: Se efectuó estudio transversal basado en referencial teórico. El acceso a servicios fue analizado en cinco dimensiones: geográfico, econ

  18. Caracterização da tuberculose multidroga resistente durante a gravidez, em Campinas, Estado de São Paulo, Brasil, no período de 1995 a 2007

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Helenice Bosco de Oliveira

    2011-10-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Foi feito um acompanhamento das gestantes tratadas para tuberculose multidroga resistente (TB-MDR durante a gravidez, em Campinas, Estado de São Paulo, no período de 1995 a 2007. MÉTODOS: No estudo retrospectivo, foram incluídas pacientes com cepa resistente, pelo menos à isoniazida e à rifampicina e gravidez em qualquer momento, durante o tratamento. Os casos receberam esquema individualizado baseado nos padrões de resistência medicamentosa e nos antecedentes de tratamento de cada paciente. RESULTADOS: Sete gestantes apresentaram resistência a duas ou mais drogas. Três já estavam grávidas, antes do início do tratamento e quatro engravidaram depois. Duas estavam com Aids, uma foi a óbito e em outra ocorreu falência de tratamento. Todas apresentaram tuberculose avançada com achados radiológicos graves e para cinco pacientes o tempo médio da conversão do escarro foi de quatro meses. Duas gestantes foram curadas. Dois recém-nascidos foram infectados com o HIV por suas progenitoras. CONCLUSÕES: O resultado do tratamento foi insatisfatório e a supervisão direta é imperativa na TB-MDR durante a gestação. O planejamento familiar deve ser fortemente recomendado.

  19. A realização do teste anti-hiv no pré-natal: os significados para a gestante El establecimiento de la lucha contra la prueba del vih en pre-navidad: significados para el embarazo The establishment of anti-hiv test in pre-natal: meanings for pregnancy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberta Maria de Oliveira Silva

    2008-12-01

    Full Text Available O estudo teve por objetivo conhecer e analisar o significado da realização do teste anti-HIV no pré-natal para as gestantes. Trata-se de uma pesquisa com abordagem qualitativa e foi realizada em um Hospital Escola e em uma Maternidade do município do Rio de Janeiro. Como recurso técnico-metodológico utilizou-se o discurso do sujeito coletivo (DSC. Após a análise dos discursos verificamos que para as gestantes a realização do teste significa a possibilidade de prevenir a transmissão vertical do HIV e como parte da assistência pré-natal. O pré-natal foi considerado pelas gestantes uma excelente oportunidade para a realização do teste anti HIV, para o conhecimento da condição sorológica e início precoce do tratamento. Conclui-se que o teste, para a maioria das gestantes, representa a possibilidade de proteger o filho do HIV, além de fazer parte da construção do papel materno a partir de um cuidado concreto com a saúde do bebê.El estudio que tenía para que el objetivo sepa y analice el significado de la realización del anti-VIH de la prueba en el prenatal para las mujeres embarazadas. Uno está sobre una investigación con acercamiento cualitativo y fue ejecutado en una escuela del hospital y una maternidad de la ciudad de Rio de Janeiro. Como recurso técnico-metodológico el discurso del ciudadano colectivo fue utilizado (DSC. Después de que el análisis de los discursos, nosotros verificamos que para las mujeres embarazadas la realización de la prueba significa la posibilidad para prevenir la transmisión vertical del VIH y como parte de la ayuda prenatal. El prenatal era considerado por las mujeres embarazadas una ocasión excelente para la realización del anti VIH de la prueba, para el conocimiento de la condición sorological y del principio precoz del tratamiento. Se concluye que la prueba, para la mayoría de las mujeres embarazadas, representa la posibilidad para proteger al hijo del VIH, más allá de ser

  20. Sentimentos diante da não amamentação de gestantes e puérperas soropositivas para HIV

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simone de Paiva Sousa

    2004-01-01

    Full Text Available Investigación entre las mujeres embarazadas y parturientes portadoras de VIH sobre cuales son los sentimientos que vivenciam por el hecho de no poder amamantar. Se trata de un estudio cualitativo realizado desde octubre hasta diciembre del 2003 en Fortaleza-Ceará. Fueron aplicadas entrevistas semi-estructuradas a cinco mujeres gestantes y ocho parturientes portadoras de VIH. Los resultados señalaron que las mujeres gestantes y las parturientes expresan que la maternidad seria completa se fuera efetivo el acto de amamentamiento. Mencionaron que el motivo de no amamantar les produce sentimientos: culpa, frustraciones, sufrimiento, deseos interrumpidos, imposibilidad y sueños no realizados. Sin embargo, también, expresaran sentimiento de indiferencia delante del hecho puntual de no amamantar. Concluimos que las mujeres con VIH manifestaron las dificultades físicas, barata y psicológicas antes de no amamantar.

  1. A utilização da progesterona natural micronizada em gestações gemelares na prevenção do trabalho de parto prematuro

    OpenAIRE

    Juliana Barroso Zimmermmann; Adrianne Maria Berno de Rezende Duarte; Alexander Cangussu Silva; Clarissa Rocha Panconi Piccinini; Fernanda Souza Sampaio; Érica Condé Marques Oliveira; Camila Silva Bernardes; Thamires Teixeira

    2015-01-01

    Com o objetivo de determinar a eficácia da progesterona natural micronizada em gestações gemelares para a profilaxia do trabalho de parto prematuro, foi avaliada uma coorte histórica de 43 mulheres com gestações gemelares. As gestantes foram divididas em dois grupos: usuárias da progesterona (Grupo 1) e não usuárias da progesterona (Grupo 2) O medicamento foi administrado na dosagem de 200 mcg por via vaginal, a partir de 20 semanas de gestação. Das 43 gestações estudadas, 20 foram tratadas c...

  2. Diagnóstico histopatológico, imuno-histoquímico e molecular das principais causas infecciosas de aborto em bovinos de Minas Gerais

    OpenAIRE

    Orlando, Débora Ribeiro

    2013-01-01

    A pecuária desempenha um papel importante na economia do Brasil, sendo que, as doenças que cursam com perdas reprodutivas, sempre resultaram em um custo substancial para o produtor. Assim, a perda de um animal decorrente de um aborto infeccioso é preocupante, pois não envolve somente a perda daquele animal, mas o acometimento da saúde da fêmea que estava gestante. Além disso, se tratando de um agente infeccioso, a possibilidade deste se disseminar no rebanho e, em alguns casos, de acometer a ...

  3. Educação em saúde como espaço dialógico para a vivência da gravidez de alto risco

    OpenAIRE

    Guimarães, Gisele Perin

    2013-01-01

    Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Florianópolis, 2013 Trata-se de Pesquisa Convergente-Assistencial que teve como principal objetivo desvelar como a educação em saúde desenvolvida pela enfermeira pode preparar a gestante e seu acompanhante para o enfrentamento das intercorrências inerentes ao processo de vivenciar uma gestação de alto risco. Utilizou-se como suporte teórico a Pedagogia Libertador...

  4. Fatores prognósticos para o parto transvaginal em pacientes com cesárea anterior Prognostic factors for vaginal delivery after cesarian section

    OpenAIRE

    Luiz Carlos Santos; Melania M. R. Amorim; Ana Maria Feitosa Porto; Elvira Barbalho Azevedo; Carina Carla Mesquita

    1998-01-01

    O objetivo deste estudo foi determinar os fatores prognósticos para a ultimação do parto por via transpélvica em gestantes com cesárea anterior admitidas em trabalho de parto no CAM-IMIP. Foi realizado um estudo tipo caso-controle, analisando os partos de pacientes com cesárea prévia assistidos no CAM-IMIP no período de janeiro/1991 a dezembro/1994. Foram considerados casos as pacientes com cesárea anterior (n=156) e controles as que tiveram parto transvaginal (n=338). Os critérios de inclusã...

  5. Relação entre a Classificação Clínica de White e a Histopatologia das Placentas de Gestantes Diabéticas The Relationship between White's Classification and the Histopathological Changes in the Placentas of Diabetic Pregnant Women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Iracema de Mattos Paranhos Calderon

    2000-08-01

    Full Text Available Objetivo: analisar a relação entre a classificação clínica de White e as alterações histopatológicas de placentas de gestantes diabéticas, comparando, de forma qualitativa, as alterações histopatológicas de placentas de gestantes não-diabéticas e diabéticas gestacionais (classes A e A/B, clínicas de curta duração (classes B e C e clínicas com vasculopatia (classes D a FRH, no termo e no pré-termo, e de acordo com a qualidade do controle glicêmico na gestação. Pacientes e Métodos: foram colhidas amostras de placentas de todas as gestantes diabéticas, atendidas entre 1991 e 1996 na Maternidade do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu, coradas pela técnica de hematoxilina-eosina e submetidas a exame histopatológico. A qualidade do controle glicêmico foi analisada pela média glicêmica da gestação e classificada em adequada e inadequada, com limite de 120 mg/dl. A idade da gestação foi individualizada em termo e pré-termo. Resultados: observou-se que 42 recém-nascidos (43,3% eram de termo e o restante, de pré-termo (56,7%. O índice de prematuridade foi maior nas diabéticas clínicas (classes B e C; D a FRH. Algumas alterações histopatológicas só foram encontradas em placentas de gestantes diabéticas: degeneração cistóide, edema corial, edema da íntima, dismaturidade, hiperplasia das células de Hofbauer, vilite, células fantasmas, dois vasos no cordão umbilical e endarterite. Conclusões: as alterações histopatológicas de placentas de gestantes com diabete gestacional (classes A e A/B, clínico de curta duração (classes B e C e clínico com vasculopatia (classes D a FRH foram semelhantes às das não-diabéticas e, portanto, independeram da classificação clínica de White. As alterações histopatológicas de placentas de gestantes diabéticas não se relacionaram com a idade gestacional ao nascimento e com a qualidade do controle glicêmico materno. A comparação entre

  6. Pré-natal em unidade básica de saúde a gestantes em situação prisional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria do Carmo Silva Fochi

    2014-01-01

    Full Text Available El objetivo fue relatar la atención prenatal realizada en unidad básica de salud del interior de São Paulo, Brasil, a población carcelaria femenina. Se trata de un relato de experiencia. Datos e informaciones referidas al período de junio de 2010 a junio de 2012. Son descriptas la construcción del proceso de trabajo por parte del equipo local, la dinámica de atención, los recursos humanos involucrados y las consultas realizadas. La atención prenatal ofrecida a las embarazadas permitió conocer el universo pluralizado de la mujer presidiaria y sus necesidades derivadas de su condición de embarazada en ámbito carcelario. Así, se considera la importancia de atención digna de salud a la población carcelaria, derecho humano y constitucional, para evitar padecimientos físicos, emocionales y sociales que, en la embarazada, pueden extenderse a su prole.

  7. Pré-natal em unidade básica de saúde a gestantes em situação prisional

    OpenAIRE

    Maria do Carmo Silva Fochi; Agnês Raquel Camisão da Silva; Maria Helena Baena de Moraes Lopes

    2014-01-01

    El objetivo fue relatar la atención prenatal realizada en unidad básica de salud del interior de São Paulo, Brasil, a población carcelaria femenina. Se trata de un relato de experiencia. Datos e informaciones referidas al período de junio de 2010 a junio de 2012. Son descriptas la construcción del proceso de trabajo por parte del equipo local, la dinámica de atención, los recursos humanos involucrados y las consultas realizadas. La atención prenatal ofrecida a las embarazadas permitió conocer...

  8. Associação entre o uso de sulfoniluréias por gestantes diabéticas e malformações fetais The use of sulfonylureas by pregnant diabetic women and fetal malformations

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renan Magalhães Montenegro Junior

    1999-08-01

    Full Text Available Objetivo: avaliar a relação entre o uso de sulfoniluréias (SF por gestantes diabéticas seguidas na nossa clínica e as malformações (MF fetais detectadas. Métodos: estudamos, retrospectivamente, 35 gestantes diabéticas tipo 2, seguidas no Ambulatório de Pré-Natal Patológico do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, USP, no período de 1993-1995, das quais 22 encontravam-se em uso inadvertido de SF no 1º trimestre da gestação (grupo SF. Avaliamos a prevalência de MF e comparamos com as gestantes diabéticas que nesse período encontravam-se em uso de insulina ou apenas dieta (grupo C. Foram também analisadas outras variáveis: tempo de doença, idade, controle metabólico e seguimento pré-natal. Resultados: não houve diferença estatisticamente significativa entre os 2 grupos quanto a faixa etária, tempo de evolução do diabetes, controle metabólico ou precocidade do início do pré-natal, sendo a freqüência de MF semelhante nos 2 grupos (8,3% no grupo C e 13,6% no grupo SF. As malformações encontradas foram: no grupo SF - agenesia renal, hipoplasia pulmonar e gônadas em fita (paciente 1; membros curtos e pododáctilos de implantação anormal (paciente 2; fenda palatina, implantação baixa de orelhas, pescoço alado, prega palmar única e nariz em sela (paciente 3, e no grupo C - micrognatia, orelha displásica, polidactilia, imperfuração anal, hipospadia, comunicação inter-atrial e comunicação interventricular (paciente 4. Conclusões: esses dados não nos permitem atribuir as malformações encontradas no grupo SF ao uso de sulfoniluréias, embora nesse grupo tenham ocorrido alterações não usualmente descritas na embriopatia diabética.Purpose: to evaluate a possible relationship between fetal malformations (FM and the use of sulfonylureas (SF by diabetic pregnant women. Methods: we retrospectively studied 35 type 2 diabetic pregnant women followed at the Pathological Prenatal

  9. Resultados perinatais em gráv