WorldWideScience

Sample records for fatores relaxantes endoteliais

  1. Adaptação de um sistema de ensaio biológico para detecção de fatores relaxantes endoteliais derivados do endocárdio atrial canino Adaptation of bioassay to detect endothelium-derived relaxing factors from the canine atrial endocardium

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Yeow Leng Chua

    2009-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estudar a liberação de fatores relaxantes derivados do endotélio (EDRF pelo endocárdio de aurículas de corações caninos. MÉTODOS: Aurículas atriais caninas foram suturadas em forma de tubos e o efluente desses tubos foram submetidos a ensaios biológicos (sistema de perfusão isolada em câmaras de órgãos utilizando artéria coronária canina, para a detecção de EDRFs. RESULTADOS: O efluente da aurícula direita promoveu relaxamento de 58,4 + 10,1% e da aurícula esquerda 74,9 + 8,5% da contração inicial obtida pela ação da prostagladina F2α em artéria coronária. Não houve diferença estatística no relaxamento da artéria coronária induzido pelos efluentes das aurículas direita e esquerda. O relaxamento induzido pelos efluentes das aurículas direita e esquerda foi abolido pelo tratamento das mesmas com Triton X-100. O tratamento das aurículas com L-NMMA, um inibidor competitivo da síntese de óxido nítrico, e com indometacina, um inibidor da via da ciclooxigenase, promoveu redução no relaxamento da artéria coronária induzido pelo efluente auricular, indicando que o endotélio endocárdico libera óxido nítrico e prostanóides. CONCLUSÕES: Esse estudo demonstra, pela primeira vez, a liberação luminal in vitro de EDRF e prostaciclina pelo átrio de coração canino. A habilidade do endotélio endocárdico em produzir esses fatores pode ter um papel importante na prevenção da formação de trombos nas câmaras cardíacas.OBJECTIVE: The aim of this study was to assess the release of endothelium-derived relaxing factors from the endocardium of canine atrial appendage. METHODS: To study the release of endothelium-derived relaxing factor (EDRF from intact atrial endocardial endothelium, tube-shaped sutures of canine atrial appendages were performed and effluents from these tubes were bioassayed (isolated perfused organ chamber system for detection of EDRF in canine coronary artery. RESULTS: Effluent from

  2. Terapia gênica com fator de crescimento endotelial vascular 165 para pacientes com angina refratária: mobilização de células progenitoras endoteliais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Clarissa G. Rodrigues

    2013-08-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: O fator de crescimento endotelial vascular (VEGF - vascular endothelial growth factor induz a mobilização de células progenitoras endoteliais (CPEs com capacidade de proliferação e diferenciação em células endoteliais, contribuindo, dessa forma, para o processo angiogênico. OBJETIVO: Buscamos avaliar o comportamento de CPEs em pacientes com doença cardíaca isquêmica e angina refratária que receberam injeções intramiocardicas de 2000 µg de VEGF165 como terapia única. MÉTODOS: O estudo foi uma subanálise de um ensaio clínico. Pacientes com doença cardíaca isquêmica avançada e angina refratária foram avaliados para inclusão no estudo. Os critérios de inclusão foram: sinais e sintomas de angina e/ou insuficiência cardíaca apesar de tratamento medicamentoso máximo e área de isquemia miocárdica de, no mínimo, 5% conforme avaliado por uma tomografia computadorizada por emissão de fóton único (TCEFU. Os critérios de exclusão foram: idade > 65 anos, fração de ejeção do ventrículo esquerdo < 25% e cancer diagnosticado. Os pacientes cujos níveis de CPE foram avaliados foram incluídos. A intervenção consistiu na administração de 2000 µg de VEGF 165 de plasmídeo injetado no miocárdio isquêmico. A frequência de células CD34+/KDR+ foi analisada por citometria de fluxo antes e 3, 9, e 27 dias após a intervenção. RESULTADOS: Um total de 9 pacientes foram incluídos, 8 homens, média de idade de 59,4 anos, fração de ejeção ventricular esquerda de 59,3%, e classe de angina predominante III. Observou-se um aumento significativo dos níveis de CPEs no terceiro dia após a intervenção. Todavia, 9 e 27 dias após a intervenção, os níveis de CPEs foram similares aos basais. CONCLUSÃO: Identificamos uma mobilização transitória de CPE, com pico no terceiro dia após a intervenção com VEGF 165 em pacientes com angina refratária. Todavia, os níveis de CPEs apresentaram-se semelhantes

  3. Células progenitoras endoteliais circulantes em crianças e adolescentes obesos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    António Pires

    2015-12-01

    Full Text Available Resumo Objetivo Investigar a relação entre os números de células progenitoras endoteliais circulantes e a ativação endotelial em uma população pediátrica com obesidade. Métodos Estudo observacional e transversal, que incluiu 120 crianças e adolescentes com obesidade primária de ambos de sexos, entre seis e 17 anos, recrutados de nossa Clínica de Riscos Cardiovasculares. O grupo de controle contou com 41 crianças e adolescentes com índice de massa corporal normal. As variáveis analisadas foram: idade, sexo, índice de massa corporal, pressão arterial sistólica e diastólica, proteína C reativa de alta sensibilidade, perfil lipídico, leptina, adiponectina, resistência à insulina para avaliação do modelo de homeostase, proteína quimiotática de monócitos-1, E-seleticna, dimetilarginina assimétrica e números de células endoteliais progenitoras circulantes. Resultados A resistência à insulina foi correlacionada à dimetilarginina assimétrica (p = 0,340; p = 0,003, que foi diretamente correlacionada, porém de forma muita amena, à E-seleticna (ρ = 0,252; p = 0,046. Não constatamos que a proteína C reativa de alta sensibilidade estivesse correlacionada a marcadores de ativação endotelial. A pressão arterial sistólica foi diretamente correlacionada ao índice de massa corporal ρ = 0,471; p < 0,001 e à resistência à insulina para avaliação do modelo de homeostase (ρ = 0,230; p = 0,012 e inversamente correlacionada à adiponectina (ρ = −0,331; p < 0,001 e à lipoproteína de alta densidade-colesterol ρ = −0,319; p < 0,001. Os números de células progenitoras endoteliais circulantes foram diretamente correlacionados, porém de forma muito amena, ao índice de massa corporal (r = 0,211; p = 0,016, à leptina (ρ = 0,245; p = 0,006, aos níveis de triglicerídeos (r = 0,241; p = 0,031 e à E-seleticna ρ = 0,297; p = 0,004. Conclusão Os números de células progenitoras endoteliais circulantes s

  4. Complicações em transplantes endoteliais realizados por estagiários de córnea

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nicolas Cesário Pereira

    2013-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Reportar complicações precoces numa série de transplantes endoteliais realizados por estagiários de córnea. MÉTODOS: Revisão retrospectiva dos transplantes endoteliais realizados por estagiários de córnea do segundo ano. Descritas as complicações precoces e respectivo tratamento. RESULTADOS: Foram realizados 34 transplantes endoteliais pelos estagiários de córnea entre julho de 2007 e agosto de 2008. Destes, 29 foram realizados pela técnica de "Descemet stripping endothelial keratoplasty" e 5 "Descemet stripping automated endothelial keratoplasty". Foram realizadas 15 cirurgias combinadas, 14 associadas a facoemulsificação com implante de lente intraocular e 1 associada a facectomia com implante de lente intraocular. A principal indicação foi por distrofia de Fuchs com 18 casos, 11 foram indicados por ceratopatia bolhosa após cirurgia de catarata, 4 por falência primária após transplante endotelial e 1 por distrofia endotelial congênita hereditária. A complicação mais encontrada foi descolamentos do botão doado em 8 olhos (23,5%. Falência primária foi encontrado em 7 olhos (20,6%. Glaucoma agudo por bloqueio pupilar foi encontrado em 1 paciente (2,9%. CONCLUSÕES: O alto número de complicações encontradas nestas cirurgias, que foram as primeiras de um grupo de 6 estagiários de córnea, mostra a longa curva de aprendizado para este procedimento cirúrgico. A orientação das primeiras cirurgias por cirurgiões mais experientes pode diminuir a curva de aprendizado e a taxa de complicações.

  5. Mobilização de células progenitoras endoteliais com o exercício em sadios: uma revisão sistemática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jemima Fuentes Ribeiro da Silva

    2012-02-01

    Full Text Available O exercício físico mobiliza Células Progenitoras Endoteliais (CPE para o sangue periférico. Entretanto, esse efeito parece depender de características do exercício, como duração e intensidade. O objetivo do presente trabalho foi verificar, por meio de revisão sistemática, o impacto de uma única sessão de exercício aeróbico sobre a mobilização de CPE em indivíduos sadios e os potenciais mecanismos envolvidos. A busca bibliográfica foi realizada nas bases de dados eletrônicas SciELO, LILACS, Cochrane, ClinicalTrials.gov, SPORTDiscus e Medline, em maio de 2011. Dos 178 estudos inicialmente identificados, 12 atenderam aos critérios de inclusão e foram classificados quanto à qualidade mediante critérios da escala PEDro. A magnitude e a duração da resposta de mobilização das CPE foram maiores após a realização de exercícios de longa/ultralonga duração e estão correlacionadas com níveis plasmáticos de fator de crescimento endotélio vascular (VEGF. O pico de mobilização dessas células em resposta a uma sessão de exercício máximo ou submáximo, com duração de até uma hora, ocorre no período imediatamente após o esforço até uma hora após sua interrupção. Um possível mecanismo é a biodisponibilidade do Óxido Nítrico (NO. A idade dos indivíduos e a intensidade do exercício parecem interferir na resposta de mobilização das CPE. Exercícios de longa/ultralonga duração promovem mobilização mais acentuada das CPE quando comparados a exercícios máximos ou submáximos. Os mecanismos envolvem a liberação do VEGF em exercícios de longa/ultralonga duração e a biodisponibilidade de NO em exercícios máximo e submáximo com até uma hora de duração.

  6. O grau de melhora na função das células progenitoras endoteliais derivadas da medula óssea é dependente do volume de treinamento físico aeróbio

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tiago Fernandes

    2013-08-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A angiogênese muscular esquelética induzida pelo treinamento físico aeróbio (TF é determinante na melhora da capacidade aeróbia. Entre os fatores envolvidos, as células progenitoras endoteliais (CPE derivadas da medula óssea são descritas por promoverem o reparo vascular e a angiogênese. Embora o papel do TF sobre os parâmetros das CPE tenha sido investigado, pouco se conhece sobre os efeitos de diferentes volumes de TF sobre a função das CPE da medula óssea, alterações metabólicas e capilarização muscular. OBJETIVO: Testar a hipótese de que o TF melhore a função das CPE da medula óssea, acompanhada por maior capilarização e capacidade oxidativa muscular dependentes do aumento de volume de TF. MÉTODOS: Vinte e uma ratas Wistar foram divididas em três grupos: sedentário controle (SC, treinado protocolo 1 (P1, treinado protocolo 2 (P2. P1: o treinamento de natação consistiu de 60 min, 1x/dia, cinco dias/semana/10 semanas, com 5% de sobrecarga corporal. P2: o mesmo de P1 até a oitava semana, na nona semana os animais treinaram 2x/dia e na 10ª semana 3x/dia. RESULTADOS: O TF promoveu bradicardia de repouso, aumento da tolerância ao esforço, do consumo de oxigênio de pico e da atividade da enzima citrato sintase muscular no grupo P1, sendo estas adaptações mais exacerbadas no grupo P2, indicando que a condição aeróbia foi mais proeminente com este TF. O TF melhorou a função das CPE da medula óssea em P1, sendo ainda maior esta resposta no grupo P2. Em paralelo, observa-se também um aumento no número de capilares dependentes do volume de TF. CONCLUSÃO: Estes resultados sugerem que a medula óssea como o principal reservatório de CPE é influenciada por diferentes volumes de TF, sendo possivelmente responsável pelo maior rendimento físico observado mediante uma maior mobilização endógena de CPE, participantes ativas no processo de angiogênese muscular induzido pelo TF.

  7. Incisões relaxantes limbares ou incisões no meridiano mais curvo associadas a facoemulsificação com implante de lente intra-ocular multifocal: relato de três casos

    OpenAIRE

    Hida,Wilson Takashi; Motta,Antonio Francisco Pimenta; Inomata,Daniela Lumi; Jales,Martha de Queiroz Monteiro; Facio Júnior,Antonio Carlos; José Júnior,Newton Kara; Nakano,Celso Takashi

    2008-01-01

    O implante de lentes intra-oculares (LIOs) multifocais é um grande avanço na reabilitação de pacientes permitindo boa acuidade visual sem correção óptica para longe e perto. Contudo pacientes com alguns graus de astigmatismo corneano tem indicação limitada. Este artigo relata três pacientes que foram submetidas a facoemulsificação com implante de lentes intra-oculares multifocais (AcrySof® Restor®, Alcon Labs) após incisão relaxante limbar (IRL) no olho dominante e incisão no eixo mais curvo ...

  8. Fatores de competitividade organizacional

    National Research Council Canada - National Science Library

    Roman, Darlan Jose; Piana, Janaina; Pereira, Marie Anne Stival Leal Lozano; de Mello, Nelson Ruben; Erdmann, Rolf Hermann

    2012-01-01

    ... e a performance organizacional, no Portal de Periodicos da CAPES, no periodo de 2000 a 2009. A partir da analise de 486 artigos cientificos, identificaram-se 15 fatores de competitividade organizacional...

  9. Incisões relaxantes limbares durante a cirurgia de catarata: resultados após seguimento de um ano Limbal relaxing incisions during cataract surgery: one-year follow-up

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Carlos Arraes

    2006-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a variação do astigmatismo entre o pré-operatório, 1º mês e 12º mês pós-operatórios dos pacientes submetidos à cirurgia de catarata, com realização de incisões relaxantes limbares para redução do astigmatismo pré-operatório. MÉTODOS: Foram avaliados 16 pacientes submetidos a cirurgia de catarata pela técnica de facoemulsificação através de incisão escleral tunelizada de 5,5 mm, na Fundação Altino Ventura, no período entre abril e julho de 2002, na qual foram realizados incisões relaxantes no limbo (IRL, seguindo o nomograma modificado de Gills (1D - 1 IRL de 6 mm; 1-2D - 2 IRL de 6 mm; 2-3D - 2 IRL de 8 mm, nos meridianos corneanos mais curvos determinados por topografia corneana pré-operatória. RESULTADOS: Ocorreu redução significante do astigmatismo pré-operatório no 1º mês pós-operatório, no grupo de 2 incisões relaxantes no limbo de 6 mm (57% do astigmatismo topográfico e 87% do refracional e o de 2 incisões relaxantes no limbo de 8 mm (50% do astigmatismo topográfico e 65% do refracional, mantendo-se sem alteração significante este astigmatismo até o 12º mês pós-operatório. O grupo de 1 incisão relaxante no limbo de 6 mm não alcançou redução significante do astigmatismo, no entanto, não houve alteração significante até o 12º mês pós-operatório. Não foram observadas, ainda, complicações pós-operatórias como "glare", aniseiconia, diplopia, desconforto, infecção da ferida e afinamento ou ectasia corneana. CONCLUSÃO: A realização de 2 incisões relaxantes no limbo de 8 e 6 mm, para correção de astigmatismo pré-operatório de 2 a 3 e 1 a 2 dioptrias, respectivamente, mostraram-se eficazes, seguras e com efeito estável ao longo do primeiro ano de acompanhamento pós-operatório. A realização de 1 incisão relaxante no limbo de 6 mm para redução de 1 dioptria de astigmatismo pré-operatório não se mostrou eficaz, no entanto, não levou a complica

  10. Incisões relaxantes limbares ou incisões no meridiano mais curvo associadas a facoemulsificação com implante de lente intra-ocular multifocal: relato de três casos Limbal relaxing incision or the more curved meridian incision associated to phacoemulsification with multifocal intraocular lens implant: three case reports

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wilson Takashi Hida

    2008-04-01

    Full Text Available O implante de lentes intra-oculares (LIOs multifocais é um grande avanço na reabilitação de pacientes permitindo boa acuidade visual sem correção óptica para longe e perto. Contudo pacientes com alguns graus de astigmatismo corneano tem indicação limitada. Este artigo relata três pacientes que foram submetidas a facoemulsificação com implante de lentes intra-oculares multifocais (AcrySof® Restor®, Alcon Labs após incisão relaxante limbar (IRL no olho dominante e incisão no eixo mais curvo da topografia no olho contralateral. Não foi encontrado nenhuma análise relacionada a dominância ocular e relaxante limbar na literatura. Acredita-se que essa associação pode ampliar as indicações de implante das lentes intra-oculares multifocais em pacientes com astigmatismo corneano significativo, devendo-se confirmar esta possibilidade por meio de futuros estudos.The use of multifocal intraocular lenses (IOLs is a great advance in the treatment of patients with cataract allowing near and distance uncorrected visual acuity recovery. However patients with some degrees of corneal astigmatism have some limitations. We present 3 cases that were indicated for phacoemulsitfication and multifocal intraocular lens implant (AcrySof® Restor®, Alcon Labs after limbal relaxing incision (LRI in the dominant eye and axis topographic incision in the fellow eye. There was no similar case report in the literature. It is believed that this association can extend the indications for multifocal intraocular lens implants in patients with significant corneal astigmatism and this possibility should be confirmed by future studies.

  11. ExoU contributes to late killing of Pseudomonas aeruginosa - infected endothelial cells ExoU contribui para a morte tardia de células endoteliais infectadas por Pseudomonas aeruginosa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alessandra Mattos Saliba

    2003-11-01

    Full Text Available To ascertain the role of ExoU in late P. aeruginosa cytotoxicity, endothelial cells (EC were exposed to wild type PA103, PA103deltaexoU and PA103::exsA for 1h and to gentamicin in culture medium. After 24h, the viability of PA103-infected cells (33.7 ± 14.3% was significantly lower than the viability of PA103deltaexoU- (77.7 ± 6.3% or PA103::exsA- (79.5 ± 23.3% infected EC. P. aeruginosa cytotoxicity did not depend on the bacterial ability to interact with EC because the percentage of cells with associated PA103 (35.9 ± 15.8% was similar to the percentage in PA103deltaexoU- (34.2 ± 16.0% and lower than the percentage in PA103::exsA-infected cultures (82.9 ± 18.9%. Cell treatment with cytochalasin D reduced the PA103 internalization by EC but did not interfere with its ability to kill host cells.Para determinar o papel de ExoU na citotoxicidade tardia de P. aeruginosa, células endoteliais (CE foram expostas às cepas PA103, PA103deltaxoU e PA103::exsA por 1h e à gentamicina em meio de cultura. Após 24h, a viabilidade das CE infectadas com PA103 (33.7 ± 14.3% foi inferior à de CE infectadas com PA103deltaexoU (77.7 ± 6.3% e PA103::exsA (79.5 ± 23.3%. A citotoxicidade não dependeu da capacidade de interagir com as CE porque o percentual de células com bactérias associadas em culturas expostas a PA103 foi semelhante ao percentual em culturas expostas a PA103deltaexoU e inferior em culturas expostas a PA103::exsA. O tratamento das CE com citocalasina D reduziu a internalização de PA103, mas não interferiu em sua citotoxicidade.

  12. Espessura corneana central e densidade das células endoteliais corneanas centrais após trabeculectomia com e sem mitomicina C Central corneal thickness and central corneal endothelial cells density after trabeculectomy with and without mitomycin C

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Vidal Mérula

    2008-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Comparar a espessura corneana central (ECC, a densidade (DCEC e a área média (ACM das células endoteliais corneanas centrais após trabeculectomia (TREC com e sem mitomicina C (MMC. MÉTODOS: Estudo prospectivo. Foram avaliados 29 olhos divididos em dois grupos: TREC com e sem MMC. Realizaram-se os seguintes exames pré-operatoriamente e três e seis meses após a TREC: paquimetria ultra-sônica e microscopia especular de não-contato. RESULTADOS: As variações da ECC, DCEC e ACM dos olhos submetidos a TREC com MMC foram, respectivamente: - 11,9±25,7 µm, -169,5±145,3 células/mm² e 42,5±33,4 µm² (três meses; - 7,5±28,1 µm, - 220,6±200,2 células/mm² e 31,5±65,3 µm² (seis meses. As variações da ECC, DCEC e ACM dos olhos submetidos a TREC sem MMC foram, respectivamente: - 13,9±16,7 µm, 200,8±155,4 células/mm² e 34,6±52,4 µm² (três meses; - 10,2±15,6 µm, - 277,6±195,7 células/mm² e 34,3±41,0 µm² (seis meses. CONCLUSÃO: TREC realizada com MMC, quando comparada a TREC sem MMC, não acarretou maior redução da DCEC central.Também não houve variação na ECC e na ACM nos dois grupos, após seis meses de seguimento.PURPOSE: To assess comparatively the central corneal thickness (CCT, the central corneal endothelial cells density (CECD and mean area (CECAA, of patients who underwent trabeculectomy (Trab with or without mytomicyn C (MMC. METHODS: Prospective study. Twenty-nine eyes were divided in two groups: Trab with or without MMC. Ultrasonic pachymetry and non-contact specular microscopy were performed pre-operatively and three and six months after Trab. The mean value of the CECD and the low value of the CCT were used. RESULTS: In the group of Trab with MMC, the variations of the CCT, CECD and CECAA values were, respectively: - 11.9±25.7 µm, - 169.5±145.3 cells/mm² and 42.5±33.4 µm² (three months; - 7.5±28.1 µm, - 220.6±200.2 cells/mm² and 31.5±65.3 µm² (six months. In the group of Trab

  13. Fatores determinantes da capacidade funcional entre idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosa Tereza Etsuko da Costa

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVO; Investigar a influência de fatores socioeconômicos e demográficos relativos à saúde, bem como os fatores ligados às atividades sociais e à avaliação subjetiva da saúde sobre a capacidade funcional dos idosos. MÉTODOS: Estudo transversal, integrante de estudo multicêntrico, em amostra representativa do município de São Paulo, realizado em 1989. A capacidade funcional foi avaliada através da escala de atividades da vida diária pessoal e instrumental e investigada como variável dicotômica: ausência de dependência - incapacidade/dificuldade em nenhuma das atividades versus presença de dependência moderada/grave - incapacidade/dificuldade em 4 ou mais atividades. Análise de regressão logística múltipla foi aplicada aos fatores hierarquicamente agrupados. RESULTADOS: As características que se associaram com a dependência moderada/grave foram analfabetismo, ser aposentado, ser pensionista, ser dona de casa, não ser proprietário da moradia, ter mais de 65 anos, ter composição familiar multigeracional, ter sido internado nos últimos 6 meses, ser "caso" no rastreamento de saúde mental, não visitar amigos, ter problemas de visão, ter história de derrame, não visitar parentes e ter avaliação pessimista da saúde ao se comparar com seus pares. CONCLUSÕES: As características identificadas que se associaram à dependência moderada/grave sugerem uma complexa rede causal do declínio da capacidade funcional. Pode-se supor, entretanto, que ações preventivas especificamente voltadas para certos fatores podem propiciar benefícios para o prolongamento do bem estar da população idosa.

  14. Fatores determinantes da capacidade funcional entre idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tereza Etsuko da Costa Rosa

    2003-02-01

    Full Text Available OBJETIVO; Investigar a influência de fatores socioeconômicos e demográficos relativos à saúde, bem como os fatores ligados às atividades sociais e à avaliação subjetiva da saúde sobre a capacidade funcional dos idosos. MÉTODOS: Estudo transversal, integrante de estudo multicêntrico, em amostra representativa do município de São Paulo, realizado em 1989. A capacidade funcional foi avaliada através da escala de atividades da vida diária pessoal e instrumental e investigada como variável dicotômica: ausência de dependência - incapacidade/dificuldade em nenhuma das atividades versus presença de dependência moderada/grave - incapacidade/dificuldade em 4 ou mais atividades. Análise de regressão logística múltipla foi aplicada aos fatores hierarquicamente agrupados. RESULTADOS: As características que se associaram com a dependência moderada/grave foram analfabetismo, ser aposentado, ser pensionista, ser dona de casa, não ser proprietário da moradia, ter mais de 65 anos, ter composição familiar multigeracional, ter sido internado nos últimos 6 meses, ser "caso" no rastreamento de saúde mental, não visitar amigos, ter problemas de visão, ter história de derrame, não visitar parentes e ter avaliação pessimista da saúde ao se comparar com seus pares. CONCLUSÕES: As características identificadas que se associaram à dependência moderada/grave sugerem uma complexa rede causal do declínio da capacidade funcional. Pode-se supor, entretanto, que ações preventivas especificamente voltadas para certos fatores podem propiciar benefícios para o prolongamento do bem estar da população idosa.

  15. Fatores associados à obesidade em adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fonseca Vania de Matos

    1998-01-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A obesidade na adolescência é um fator preditivo da obesidade no adulto. Assim, foram avaliados os fatores associados à obesidade e o uso do índice de massa morporal (IMC. MÉTODO: Foram avaliados 391 estudantes aferindo-se: consumo de alimentos, hábitos alimentares, características antropométricas dos pais e atividade física. O IMC foi a variável dependente utilizada na regressão linear multivariada. RESULTADOS: A prevalência de sobrepeso foi 23,9% para meninos e 7,2% para meninas. Fazer dieta para emagrecer foi 7 vezes mais freqüente entre meninas do que entre meninos com sobrepeso. Nos meninos, idade, uso de dieta, omissão de desjejum, horas de televisão/"vídeo-game" e obesidade familiar apresentaram associação positiva e significante com IMC. Nas meninas, associaram-se positivamente: uso de dieta, omissão de desjejum e obesidade familiar e negativamente idade da menarca. A correlação do IMC com medidas antropométricas foi maior que 0,7. CONCLUSÕES: Um padrão estético de magreza parece predominar entre meninas e elas o atingem com hábitos e consumo alimentar inadequados.

  16. Mastite Puerperal: Estudo de Fatores Predisponentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sales Acilegna do Nascimento

    2000-01-01

    Full Text Available Objetivos: conhecer as características clínicas e bacteriológicas da mastite, classificação e tratamento. Métodos: as pacientes foram inquiridas sobre dados pessoais, pré-natal, atendimento no parto, no puerpério e quadro clínico. A mastite foi classificada pelos critérios de Vinha. Nos casos que evoluíram para abscesso, foi realizada análise bacteriológica, utilizando-se o meio de cultura caldo de enriquecimento Tryptone Soya Broth. Resultados: das 70 lactantes, 57% eram primíparas, 57% com idade entre 20 e 29 anos e 51% com 1º grau incompleto. A renda era menor que um salário mínimo em 63% dos casos. Exerciam atividade domiciliar sem apoio em 66% dos casos. Em 50%, as mamas não foram examinadas. No pré-natal não tiveram orientação sobre aleitamento e ordenha em respectivamente 50% e 58% dos casos. Em 63% o parto não foi em hospitais Amigos da Criança. Ocorreu ingurgitamento em 46% e fissura mamilar em 47% dos casos. Na classificação citada: 44% eram do tipo lobar, 39% ampolar e 17% glandular. No material de cultura houve crescimento de Staphylococcus aureus em 55%. Conclusões: fatores como baixa escolaridade, baixa renda, atividade familiar sem apoio, primiparidade e falta de orientação são fatores de risco para o aparecimento da mastite.

  17. Co-fatores do HPV na oncogênese cervical

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    PINTO ÁLVARO P.

    2002-01-01

    Full Text Available O papilomavírus humano (HPV exerce um papel central na carcinogênese do colo uterino. Em torno a ele orbitam outros fatores que influenciam direta ou indiretamente a instalação deste mecanismo no epitélio escamoso cervical. Investigações a respeito dos mecanismos de atuação e interação desses co-fatores com os elementos virais encontram-se na literatura dos últimos 20 anos. O presente artigo de revisão explora os possíveis co-fatores do HPV na gênese do carcinoma escamoso do colo uterino, levando em conta apenas os fatores cuja associação com o vírus ou câncer cervical tenha sido documentada experimentalmente, e não apenas clínica ou epidemiologicamente. Dentre os parâmetros abordados estão os fatores imunológicos (resposta imune local e humoral, a associação com a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida Humana, fatores genéticos como o polimorfismo da proteína p53, o tabagismo e o uso de contraceptivos orais. Todos estes fatores interagem em menor ou maior intensidade com oncoproteínas e outros elementos do HPV, potencializando a ação do vírus na célula hospedeira e facilitando o desenvolvimento dos processos de imortalização e carcinogênese.

  18. Trigger factors in migraine patients Fatores desencadeantes de enxaqueca

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia Timy Fukui

    2008-09-01

    Full Text Available BACKGROUND: Migraine is a chronic neurological disease with several trigger factors, including dietary, hormonal and environmental factors. PURPOSE: To analyse precipitating factors in a sample of migraine patients. METHOD: Two hundred consecutive migraine patients were interviewed about possible trigger factors for migraine attacks. RESULTS: Most patients showed at least one dietary trigger, fasting was the most frequent one, followed by alcohol and chocolate. Hormonal factors appeared in 53% , being the pre-menstrual period the most frequent trigger. Physical activities caused migraine in 13%, sexual activities in 2.5% and 64% reported emotional stress a trigger factor. 81% related some sleep problem as a trigger factor. Regarding environmental factors, smells were reported by 36.5%. CONCLUSION: Trigger factors are frequent in migraine patients, its avoidance may decrease headache frequency and also improve patients' quality of life.INTRODUÇÃO: A enxaqueca é uma doença neurológica crônica que apresenta diversos desencadeantes como fatores alimentares, hormonais e ambientais. OBJETIVO: Analisar os fatores desencadeantes em uma amostra de pacientes com enxaqueca. MÉTODO: Duzentos pacientes com diagnóstico de enxaqueca foram questionados sobre fatores que pudessem desencadear suas crises. RESULTADOS: 83,5% apresentaram algum fator alimentar, jejum foi o fator mais freqüente, seguido de álcool e chocolate. Dos fatores hormonais, o período pré-menstrual foi o mais freqüente. Atividade física causou enxaquecas em 13%, atividade sexual em 2,5%, estresse em 64% e 81% relataram o sono como fator desencadeante. Em relação aos fatores ambientais, odores foram desencadeantes em 36,5%. CONCLUSÃO: Os fatores desencadeantes são freqüentes em enxaqueca e a sua detecção deve ser pormenorizada para que se reduza a freqüência de crises e melhore a qualidade de vida do paciente.

  19. Sludge como fator de risco para prematuridade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elizabeth Kazuko Watanabe

    2016-10-01

    Full Text Available Introdução: O trabalho de parto prematuro (TPP é um grave problema de saúde pública devido à elevada morbidade e mortalidade neonatal.Como fatores de risco,destacam-se o baixo nível socioeconômico,nutrição inadequada,extremos de idade,estresse físico e psicológico,tabagismo e drogas ilícitas.Intecorrências como incompetência cervival,placenta de inserção baixa,descolamento prematuro de placenta,polidramnio,gemelaridade, rotura prematura de membranas,história prévia de parto prematuro são causas obstétricas e ginecológicas. Dentre as infecções,a corioamnionite é uma das mais importantes.A prevenção e a predição da prematuridade têm sido alvo de pesquisas através de métodos clínicos, bioquímicos e ultrassonográficos. À ultrassonografia(US,a medida do comprimento de colo uterino com transdutor vaginal(TV e a pesquisa do eco glandular endocervical auxiliam na predição do parto prematuro. Outro sinal ultrassonográfico que parece estar associado à infecção e à prematuridade é o sludge,um agregado espesso de partículas no líquido amniótico próximo ao orifício interno do colo uterino.A associação sludge e colo curto(menor que 25mmaumenta o risco de TPP. Objetivo/Metodologia: apresentamos um caso de sludge em gestante com 16 semanas e antecedente de TPP. Relato de caso:TPDA,24anos,secundigesta primípara(natimorto com 29 semanas,realizou USTV devido a colo entreaberto ao toque vaginal e ao passado obstétrico. Ao exame,visualizou-se sludge e colo medindo 3,8cm de comprimento. Foi internada para tratamento com Clindamicina e Cefalexina via oral por 10 dias.Exames de urina I, hemograma e proteína C reativa normais na internação. Alta após 5 dias,com acompanhamento semanal e prescrição de progesterona 200mg via vaginal. Conclusão: o sludge é um sinal preditor de prematuridade.

  20. Enfermagem: fatores de satisfação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sérgio Ribeiro dos Santos

    1995-09-01

    Full Text Available A proposta deste estudo é analisar os fatores de satisfação no trabalho dos enfermeiros de hospitais e centros de saúde da cidade de João Pessoa. Para coleta de dados utilizou-se um questionário com uma escala similar à de Likert. A análise fatorial foi utilizada para identificar alguns fatores, que foram denominados de autonomia com integração social, reconhecimento da importância do trabalho, pagamento, política organizacional, relação administração-enfermagem e trabalho em si. Em geral, concluise que há uma forte tendência a insatisfação no trabalho dos enfermeiros provocados pela ausência de fatores higiênicos e motivacionais identificados.

  1. Fatores de risco associados ao comportamento alimentar inadequado em futebolistas

    OpenAIRE

    Leonardo de Sousa Fortes; Marcelo de Oliveira Matta; Santiago Tavares Paes; Maria Elisa Caputo Ferreira

    2012-01-01

    O comportamento alimentar inadequado (CAI) parece estar associado a diversos fatores. No entanto, a população de atletas, principalmente do sexo masculino, é carente de investigações deste tipo. O objetivo do presente estudo foi identificar fatores de risco para o CAI em jovens futebolistas. Foram avaliados 271 futebolistas de Juiz de Fora/MG. Avaliou-se o CAI mediante aplicação do Eating Attitudes Test (EAT-26). A insatisfação corporal foi verificada por intermédio do Body Shape Questionnair...

  2. Fatores motivacionais de jovens atletas de vôlei

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lívia Tavares da Silva Campos

    2011-06-01

    Full Text Available O estudo objetivou identificar o quanto os fatores motivacionais determinam a permanência de jovens atletas no voleibol de alto nível e compará-los quanto ao gênero e categoria. A coleta de dados foi realizada por meio da aplicação do questionário de Escala de Motivos para a Prática Esportiva (EMPE a 96 jovens atletas de vôlei de quadra (46 meninas e 50 meninos. Os fatores que mais motivaram os atletas para a prática do vôlei foram: aperfeiçoamento técnico, saúde e afiliação. Na comparação quanto ao gênero, com exceção dos fatores saúde e status, as atletas apresentaram maiores índices de motivação do que os atletas. Comparando os fatores motivacionais segundo a categoria, todos os itens analisados, exceto afiliação, motivam da mesma forma os atletas.

  3. Uso de viscoelásticos na facoemulsificação em cães portadores de catarata: efeitos sobre a pressão intraocular, a morfologia das células endoteliais e a espessura corneana Use of viscoelastic substances for the phacoemulsification in dogs with cataract: effects on the intraocular pressure, morphology of endothelial cells, and corneal thickness

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    J.L.V. Chiurciu

    2010-06-01

    Full Text Available Avaliaram-se as células endoteliais, a espessura corneana e a pressão intraocular (PIO de cães portadores de catarata madura, empregando-se viscoelástico à base de hialuronato de sódio 3% e sulfato de condroitina 4% e hidroxipropilmetilcelulose 2%, utilizando-se 20 cães, distribuídos entre os dois grupos dos viscoelásticos. A técnica cirúrgica adotada foi a da facoemulsificação bimanual. As avaliações tonométricas foram efetuadas antes e após o ato cirúrgico, aos 1, 7, 14, 21, 28 e 60 dias de pós-operatório, e a microscopia especular, antes e após 7, 28 e 60 dias. Não houve diferença estatística entre os grupos quanto à PIO, com exceção aos 14 dias, em que se observou maior PIO com o uso de hialuronato de sódio 3% e sulfato de condroitina 4%. Não houve diferença entre os grupos quanto aos parâmetros relacionados ao endotélio, com diminuição discreta da densidade celular endotelial e aumento da área celular com a utilização de hidroxipropilmetilcelulose 2%. A utilização de ambos os dispositivos viscoelásticos analisados é recomendada para o procedimento de facoemulsificação em cães.The endothelial cells, the corneal thickness, and the intraocular pressure (IOP were evaluated in dogs with cataract, using viscoelastic substances based on 3% sodium hyaluronate and 4% chondroitin sulfate and comparing them with 2% hydroxypropylmethylcellulose. Twenty dogs were distributed in two groups of ten, each using one viscoelastic material. The surgical technique was bimanual phacoemulsification. The tonometric evaluations were made before and at one, seven, 14, 21, 28, and 60 days after the surgery and the specular microscopy before and after seven, 28, and 60 days. No statistical difference between groups was found according to IOP, except at 14 days, which was significantly higher with the use of 3% sodium hyaluronate and 4% chondroitin sulfate. There was no statistical difference between the groups considering

  4. Fatores determinantes da anemia em crianças

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Osório Mônica M.

    2002-01-01

    Full Text Available Objetivo: apresentar uma revisão sobre os principais fatores determinantes da anemia em crianças menores de cinco anos. Fontes dos dados: foram utilizadas as informações de artigos publicados em revistas científicas nacionais e internacionais indexadas, livros técnicos e publicações de organizações internacionais. Síntese dos dados: a anemia constitui o problema nutricional de maior magnitude no mundo, sendo as crianças menores de cinco anos um dos grupos populacionais de maior risco. Como qualquer problema de saúde pública, sua origem é multicausal e, desta maneira, tenta-se nesse artigo interpretar a sua relação direta ou indireta com seus possíveis fatores determinantes, e os principais achados concordantes ou discordantes nos estudos epidemiológicos. Dentre esses fatores encontram-se as condições socioeconômicas, as condições de assistência à saúde da criança, seu estado nutricional, a presença de morbidades, o consumo alimentar e os fatores biológicos. Destacam-se o papel da dieta, no que diz respeito ao consumo e biodisponibilidade de ferro, e a idade da criança como os principais determinantes. Conclusões: tendo em vista a magnitude do problema e a abrangência de seus fatores de risco revisados neste trabalho, torna-se necessária a implementação de medidas urgentes de prevenção e tratamento da anemia ferropriva. É importante ressaltar que uma única estratégia poderá ter pouco sucesso se outras medidas não forem tomadas simultaneamente, sendo relevante o papel da educação alimentar, juntamente com outras ações implementadas. As crianças menores de dois anos e as que residem em áreas rurais e carentes devem ser priorizadas nos programas de combate à anemia.

  5. Fatores de risco para o despertar intraoperatório

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rogean Rodrigues Nunes

    2012-06-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O despertar intraoperatório, evento adverso na anestesia geral, pode ocorrer em cerca de 20.000 casos por ano, o que em si justifica o estudo dos fatores de risco deste evento. O objetivo deste estudo foi fazer uma revisão sobre o tema com a finalidade de diminuir a incidência do despertar intraoperatório e das sequelas psicológicas decorrentes deste incidente, que podem resultar em síndrome de estresse pós-traumático com repercussões negativas sobre o desempenho social, psíquico e funcional do paciente cirúrgico. CONTEÚ;DO: Foi realizada revisão sobre o despertar intraoperatório, avaliando suas diferentes fases durante anestesia geral, sonhos, vigília, memória explicita e implícita, assim como análise, consequências e prevenção dos principais fatores relacionados ao mesmo. CONCLUSÕES: A diminuição na incidência do despertar durante anestesia está ligada ao melhor desempenho cientifico e técnico do anestesiologista, envolvendo questões como a monitoração, a compreensão sobre os componentes da atividade anestésica, drogas hipnóticas, analgésicas, bloqueadores neuromusculares, controle de reflexos autonômicos e motores, além dos fatores de risco envolvidos neste evento.

  6. Excesso de peso em adolescentes: explorando potenciais fatores de risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jucemar Benedet

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar a prevalência de excesso de peso e identificar associações com fatores sociodemográficos, biológicos e de estilo de vida em adolescentes de Florianópolis, Santa Catarina. MÉTODOS: Estudo transversal, conduzido em 2007, com amostra probabilística de 1.590 escolares de 11 a 14 anos. Estimou-se a prevalência do excesso de peso, com base no índice de massa corpórea, por meio da referência brasileira e da International Obesity Task Force (IOTF. Análises multivariadas expressas como razão de chance foram usadas para identificar associações com fatores sociodemográficos, biológicos e de estilo de vida dos adolescentes. RESULTADOS: A prevalência de excesso de peso foi de 19,3% (24,5% de meninos e 14,5% de meninas, pela referência IOTF, e de 25,8% (31,8% de meninos e 20,5% de meninas, pelo critério brasileiro. Entre os adolescentes do sexo masculino, o excesso de peso associou-se positivamente com a não realização de refeições estruturadas e com o deslocamento não ativo para a escola. Entre as meninas, o excesso de peso materno, a não realização de refeições estruturadas e diferenças interestágios de maturação sexual compuseram o elenco dos fatores associados ao excesso de peso. CONCLUSÕES: A realização de refeições com alimentos de alto valor nutricional apresentou-se como um fator de proteção para o excesso de peso entre os adolescentes. Essa constatação reforça a necessidade de ações com vistas a modificar comportamentos relacionados ao ambiente familiar, incentivando a incorporação de hábitos alimentares saudáveis e o lazer ativo.

  7. Terapia oclusiva em ambliopia: fatores prognósticos

    OpenAIRE

    Salata, Ana Carolina Fava; Villaça, Veridiana Toledo Nascimento; Roma, Renato Lopes; NORATO, Denise Yvonne Janovitz; Carvalho, Keila Miriam Monteiro de

    2001-01-01

    Objetivos: Ambliopia é o defeito visual mais comum em crianças e por mais de 250 anos a terapia oclusiva vem sendo o melhor tratamento. Sendo assim, propusemo-nos a determinar os fatores que influenciam no sucesso do tratamento da ambliopia por terapia oclusiva em nosso meio. Métodos: Foi realizado um estudo retrospectivo com 169 crianças amblíopes atendidas no Ambulatório de Ambliopia do Hospital de Clínicas da UNICAMP, Campinas (SP), entre janeiro de 1996 e maio de 1998. A população atendid...

  8. Fissuras orofaciais :freqüência e fatores associados

    OpenAIRE

    Luiz de Figueiredo Coutinho, André

    2007-01-01

    A fissura labial com ou sem fenda palatina associada é a má-formação não sindrômica da região craniofacial mais comum e a que acarreta mais transtornos ao seu portador e familiares. A complexa etiologia torna seu estudo particularmente difícil, mas há evidências de que fatores genéticos e ambientais estão envolvidos no seu aparecimento. Esta dissertação é composta por uma revisão de literatura e um artigo original. A revisão da literatura objetivou conduzir uma busca de artigos...

  9. Fatores determinantes do crescimento infantil Determinant factors of infant growth

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sylvia de Azevedo Mello Romani

    2004-03-01

    Full Text Available Esta revisão enfoca os fatores que interferem no crescimento de crianças nos primeiros anos de vida. Foram utilizadas informações de artigos publicados em revistas científicas, teses e publicações de organizações internacionais. O crescimento infantil se constitui em um dos melhores indicadores de saúde da criança e o retardo estatural representa atualmente, a característica antropométrica mais representativa do quadro epidemiológico da desnutrição no Brasil. Ressaltando a importância do fator genético no crescimento, a revisão abrange com maior ênfase a atuação dos fatores extrínsecos, sabendo-se que o processo de crescimento resulta da interação entre a carga genética e os fatores do meio ambiente, os quais premitirão a maior ou menor expressão do potencial genético. Face a comprovada natureza multicausal do crescimento infantil, vários estudos têm sido desenvolvidos, buscando relacionar variáveis biológicas, socioeconômicas, maternas, ambientais, culturais, demográficas, nutricionais, entre outras, com a sua etiologia, seu desenvolvimento e sua manutenção. A revisão apresentada reforça o interesse em investigações sobre o crescimento na primeira infância que devem ser permanentes, devido, principalmente, às repercussões a longo prazo sobre a saúde infantil.This review focuses on factors interfering with growth during the first years of life. Information was collected from articles published in indexed scientific journals, theses, technical books and publications of international organizations. Infant growth is one of the best health indicators, and linear growth retardation is currently the most representative anthropometric characteristic of child nutrition epidemiology in Brazil. The review indicates the value of genetics in growth, focusing, however on the influence of the extrinsic factors. Growth process results from interaction between genetic and environmental factors, determining variation

  10. Fertilidade de gemas em videiras: fisiologia e fatores envolvidos

    OpenAIRE

    2006-01-01

    O presente trabalho teve como objetivo descrever a fisiologia da formação das gemas férteis em videiras, assim como discutir os fatores envolvidos neste processo. A formação das inflorescências em videiras se inicia no ciclo anterior à sua antese, durante o desenvolvimento das gemas latentes, sendo concluída na brotação destas gemas no ciclo seguinte. Didaticamente, este processo pode ser dividido em três principais etapas: 1) Formação do primórdio indiferenciado; 2) Diferenciação em primórdi...

  11. Efeitos de diversos fatores sobre o comportamento alimentar de adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo de Sousa Fortes

    2013-11-01

    Full Text Available Pesquisadores sugerem que o comportamento alimentar inadequado (CAI em jovens pode sofrer influências de diversos fatores. No entanto, os resultados têm sido controversos. Deste modo, o objetivo do presente estudo foi averiguar os efeitos de insatisfação corporal (IC, grau de comprometimento psicológico ao exercício (GCPE, nível habitual de atividade física (NAF, índice de massa corporal (IMC, percentual de gordura e etnia sobre o CAI de adolescentes. Participaram 362 jovens de ambos os sexos com idades entre 10 e 19 anos. O Eating attitudes test (EAT-26 foi utilizado para avaliar o CAI. Ademais, utilizou-se o Body shape questionnaire, a commitment exercise scale e o International physical activity questionnaire para avaliar IC, GCPE e NAF, respectivamente. Conduziu-se análise multivariada e regressão múltipla para analisar os dados. Os resultados evidenciaram que a IC, o GCPE, IMC e percentual de gordura influenciaram significativamente (p < 0,05 os escores das subescalas do EAT-26, tanto no sexo feminino, quanto no masculino. No entanto, os efeitos das variâncias foram diferentes entre os sexos. Concluiu-se que IC e o IMC foram os principais fatores que promoveram efeitos significativos nos distintos construtos do comportamento alimentar avaliados pelo EAT-26 em ambos os sexos.

  12. Fatores hepatotróficos e regeneração hepática. Parte II: fatores de crescimento

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gorla Junior José Antonio

    2001-01-01

    Full Text Available Várias substâncias identificáveis estão implicadas no processo de crescimento hepático, entre elas os fatores de crescimento. A maioria deles possui diferentes ações, estimulando a proliferação de células, ou mesmo inibindo na dependência de suas concentrações. Dentre os fatores de crescimento, ou somatomedinas, com ação sobre o fígado pode-se destacar: HGF; EGF; TGF-alpha; TGF b ; Interleucina 6; IGF; FGF; VEGF; KGF; HSS e ALR. A ação conjunta dos hormônios HGF, TGF-alpha, IL-6, TNF-alpha, norepinefrina, EGF, permite que insulina, glucagon e o próprio EGF manifestem seus efeitos. O HGF tem papel vital, talvez o principal "gatilho" deste processo, gerando um sinal endócrino que ativa fortemente a mitogênese nos hepatócitos já "preparados" pelo EGF, IL-6, insulina, matriz remanescente e outros, levando à síntese de DNA. Admite-se que o EGF também participe dos eventos iniciais do processo logo após a hepatectomia e que FGF, VEGF e KGF também participem dos eventos ligados à recomposição de outros tecidos.

  13. Fatores associados a baixa adesao ao tratamento medicamentoso em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Noemia Urruth Leao Tavares

    2013-12-01

    Full Text Available OBJETIVO : Analisar fatores associados à baixa adesão ao tratamento medicamentoso em idosos. MÉTODOS : Estudo transversal de base populacional, com amostra representativa de 1.593 indivíduos com 60 anos ou mais, residentes na região urbana de Bagé, RS, em 2008. A amostragem foi realizada em múltiplos estágios. Os dados foram coletados em entrevistas individuais nos domicílios. Analisou-se a associação entre a baixa adesão referida ao tratamento medicamentoso mensurado pelo Brief Medication Questionnaire (BMQ e fatores demográficos, socioeconômicos, comportamentais e de saúde, assistência e prescrição. Foi utilizado modelo de regressão de Poisson para estimar as razões de prevalência bruta e ajustada, os respectivos intervalos de confiança de 95% e p-valor (teste de Wald. RESULTADOS : Cerca de 78,0% dos indivíduos referiram ter usado algum medicamento nos sete dias precedentes à entrevista. Desses, cerca de 1 / 3 foram considerados com baixa adesão ao tratamento. Os fatores significativamente associados à baixa adesão foram: idade (65 a 74 anos, não ter plano de saúde, ter que comprar (totalmente ou em parte os seus medicamentos, ter três ou mais morbidades, possuir incapacidade instrumental para a vida diária e usar três ou mais medicamentos. CONCLUSÕES : A utilização elevada de medicamentos, decorrente da alta prevalência de doenças crônico-degenerativas em idosos, e o acesso ao tratamento devem ser considerados pelos profissionais de saúde para adoção de estratégias que visem diminuir a baixa adesão ao tratamento, aumentando a resolutividade terapêutica e a qualidade de vida desses pacientes.

  14. Hipercolesterolemia em escolares e seus fatores de risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cleunice Luzia Smania Coronelli

    2003-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar os fatores de risco da hipercolesterolemia em escolares de sete a dez anos de idade. MÉTODOS: Estudo caso-controle, desenvolvido com 172 escolares do Município de Campinas, SP, pareados conforme sexo e trimestre de idade. Considerou-se caso a hipercolesterolemia, diagnosticada quando a criança apresentava colesterol ³200 mg/dL, e controle quando a criança apresentava colesterol entre 140 e 170 mg/dL. Além da coleta de sangue para a dosagem do nível de colesterol, foram levantados dados sobre pressão arterial, índice de massa corporal e história familiar de doenças cardiovasculares. Os dados foram analisados por correlação bivariada usando o teste t para as variáveis quantitativas e o qui-quadrado para a história familiar de doenças cardiovasculares. O odds-ratio foi usado para estimar o risco de hipercolesterolemia. RESULTADOS: A média do colesterol encontrada foi de 215 mg/dL nos casos e de 154 mg/dL nos controles. A média da pressão arterial sistólica foi de 107 mmHg nos casos e de 106 mmHg nos controles e da diastólica foi de 67 mmHg nos casos e 68 mmHg nos controles. O índice de massa corporal (Kg/m² apresentou média de 18,2 nos casos e de 17,1 nos controles. A análise bivariada mostrou associação entre hipercolesterolemia e índice de massa corporal (p=0,048. O odds ratio apontou a obesidade como fator de risco para a hipercolesterolemia (OR=2,17; IC=1,05 a 4,45. CONCLUSÕES: Os resultados apontaram a obesidade como fator de risco da hipercolesterolemia.

  15. Fatores associados à qualidade de vida de pacientes com esquizofrenia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Souza Leonardo Araújo de

    2006-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: O tratamento de portadores de transtornos mentais graves e crônicos tem experimentado grandes mudanças no Brasil, com uma crescente valorização de tratamentos de base comunitária. Estes pacientes passam, concomitantemente, a receber um tratamento que valoriza antes a sua reinserção social e melhora das condições de vida, do que a mera abolição de seus sintomas principais. Assim, torna-se fundamental a avaliação da qualidade de vida dos pacientes vivendo na comunidade. MÉTODO: Uma revisão bibliográfica foi realizada com o objetivo de descrever a distribuição dos fatores sociodemográficos e clínicos que influenciam a qualidade de vida de indivíduos com esquizofrenia. RESULTADOS: Foram selecionados 25 estudos, a maior parte de países europeus. A maioria foi realizada na década de 90. Quase todos os estudos eram seccionais, e a maior parte avaliou amostras de indivíduos vivendo na comunidade. Os fatores sociodemográficos, excetuando a renda mensal, não se mostraram associados à qualidade de vida. Contudo, alguns estudos encontraram associações entre gênero, idade, estado civil e escolaridade com a qualidade de vida. Os sintomas depressivos e ansiosos se mostraram associados a uma pior qualidade de vida em diversos estudos. Observou-se associação similar quanto aos sintomas negativos e positivos da esquizofrenia, mas sem a mesma consistência. CONCLUSÕES: Os estudos não foram consistentes quanto à associação entre fatores sociodemográficos e clínicos e qualidade de vida de pacientes com esquizofrenia. É possível que essa heterogeneidade de achados seja decorrente tanto de aspectos vinculados à doença quanto ao desenho desses estudos, pouco adequados à investigação de associações causais.

  16. Fatores preditivos de morbimortalidade no trauma de intestino delgado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gustavo Pereira Fraga

    Full Text Available OBJETIVO: Os objetivos deste estudo foram avaliar o diagnóstico e o tratamento das lesões de intestino delgado e determinar os fatores que influenciaram a morbimortalidade. MÉTODO: Estudo retrospectivo incluindo 410 pacientes com lesão de intestino delgado operados entre janeiro de 1994 e dezembro de 2004. Os dados coletados incluíram: mecanismo de trauma, métodos diagnósticos, tempo transcorrido até a intervenção cirúrgica, grau das lesões, índices de trauma, conduta cirúrgica (sutura ou ressecção e anastomose, morbidade (especialmente fístula e mortalidade. A comparação entre os grupos foi feita usando os testes de Fisher e Yates. RESULTADOS: O mecanismo de trauma foi penetrante em 321 pacientes (78,3% e fechado em 89 (21,7%. Houve mais pacientes tratados cirurgicamente com intervalo maior que 6 horas após o trauma no grupo trauma contuso se comparados com trauma penetrante (p<0,05. Sutura da lesão foi feita em 52,2% dos pacientes e ressecção e anastomose em 46,8%, e ambos procedimentos apresentaram a mesma incidência de fístula (4,7%. A morbidade foi de 35,1%. A incidência de fistula foi maior nos pacientes submetidos à laparotomia com mais de 12 horas após o trauma quando comparados com aqueles operados com menos de 12 horas (8,3% vs. 4,3%; sem diferença estatística, mas isto não foi fator determinante para maior mortalidade. A mortalidade foi de 13,7% e foi relacionada com escores de gravidade mais elevados. CONCLUSÃO: A lesão de intestino delgado é freqüente após o trauma abdominal, sendo mais comum nos traumas penetrantes. O diagnóstico desta lesão após trauma fechado pode ser difícil, com demora para o tratamento cirúrgico. A ocorrência de fistula não esteve relacionada aos seguintes fatores analisados: mecanismo de trauma, tempo transcorrido entre o trauma e a operação, conduta cirúrgica, lesões intra-abdominais associadas ou gravidade das lesões. A mortalidade esteve relacionada com les

  17. Hipercolesterolemia em escolares e seus fatores de risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Coronelli Cleunice Luzia Smania

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar os fatores de risco da hipercolesterolemia em escolares de sete a dez anos de idade. MÉTODOS: Estudo caso-controle, desenvolvido com 172 escolares do Município de Campinas, SP, pareados conforme sexo e trimestre de idade. Considerou-se caso a hipercolesterolemia, diagnosticada quando a criança apresentava colesterol superscript three200 mg/dL, e controle quando a criança apresentava colesterol entre 140 e 170 mg/dL. Além da coleta de sangue para a dosagem do nível de colesterol, foram levantados dados sobre pressão arterial, índice de massa corporal e história familiar de doenças cardiovasculares. Os dados foram analisados por correlação bivariada usando o teste t para as variáveis quantitativas e o qui-quadrado para a história familiar de doenças cardiovasculares. O odds-ratio foi usado para estimar o risco de hipercolesterolemia. RESULTADOS: A média do colesterol encontrada foi de 215 mg/dL nos casos e de 154 mg/dL nos controles. A média da pressão arterial sistólica foi de 107 mmHg nos casos e de 106 mmHg nos controles e da diastólica foi de 67 mmHg nos casos e 68 mmHg nos controles. O índice de massa corporal (Kg/msuperscript two apresentou média de 18,2 nos casos e de 17,1 nos controles. A análise bivariada mostrou associação entre hipercolesterolemia e índice de massa corporal (p=0,048. O odds ratio apontou a obesidade como fator de risco para a hipercolesterolemia (OR=2,17; IC=1,05 a 4,45. CONCLUSÕES: Os resultados apontaram a obesidade como fator de risco da hipercolesterolemia.

  18. Fatores associados à asfixia perinatal Factors associated with perinatal asphyxia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alfredo de Almeida Cunha

    2004-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar fatores de risco associados ao índice de Apgar baixo. MÉTODOS: o estudo teve delineamento transversal. A população de estudo foi amostra randômica da população internada em maternidade nível III no ano de 2001. O desfecho foi índice de Apgar baixo, definido como de 1-6 (grupo de estudo comparado a 7-10 (controle no primeiro minuto. A primeira etapa foi avaliar a associação isolada de cada possível fator de risco. A segunda etapa consistiu em análise multivariada com modelagem usando regressão logística (modo passo a passo, reverso. RESULTADOS: houve 39 (14% recém-nascidos (RN deprimidos que foram comparados a 238 (86% não deprimidos. A análise final (multivariada revelou associação do índice de Apgar baixo com os seguintes fatores de risco: antecedente de natimorto (OR=52,6, ameaça de parto prematuro, caracterizada pela existência de contrações uterinas não típicas de trabalho de parto (OR=33,8, baixo peso do RN, inferior a 2.500 g (OR=11,2, antecedente de cesariana (OR=7,4. Funcionaram como fatores de proteção o peso do RN medido em gramas (OR=0,9, sexo feminino do RN (OR=0,1, presença de intercorrência clínica (OR=0,4 e prematuridade, com idade gestacional inferior a 37 semanas (OR=0,1 CONCLUSÃO: o estudo do resultado pode auxiliar na identificação de fetos com risco de asfixia, possibilitando seu encaminhamento dentro do sistema de saúde, bem como o planejamento da assistência em unidades terciárias.PURPOSE: to assess risk factors for low Apgar score. METHODS: this was a cross-sectional study preformed in a random sample of patients admitted to a level III maternity hospital in 2001. The outcome was low Apgar score defined as an Apgar score 1-6 (study group versus Apgar score 7-10 (control group in the first minute of life. The first step was the evaluation of the association of each possible risk factor with low Apgar score. The second step was multivariate analysis with the backward

  19. FDI, licensing, e crescimento da produtividade total de fatores

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Flavia Bonzaninit

    2013-03-01

    Full Text Available Neste trabalho analisamos os impactos de dois canais de transferência internacional de tecnologia, investimento direto estrangeiro e licenciamento (FDI e licensing, sobre o crescimento da produtividade total de fatores (TFP numa amostra de 88 países, para o período 1980-2006. Em relação a Pessoa (2008, trazemos aqui três contribuições originais: incluímos na especificação do modelo econométrico uma variável de composição dos fluxos estrangeiros de capital; nossa amostra compreende também países pobres e em desenvolvimento, e não só da OCDE; oferecemos um tratamento do problema de endogeneidade típico em regressões de crescimento tendo como variáveis explicativas medidas do tipo "abertura financeira" dos países.

  20. Fertilidade de gemas em videiras: fisiologia e fatores envolvidos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renato Vasconcelos Botelho

    2006-04-01

    Full Text Available O presente trabalho teve como objetivo descrever a fisiologia da formação das gemas férteis em videiras, assim como discutir os fatores envolvidos neste processo. A formação das inflorescências em videiras se inicia no ciclo anterior à sua antese, durante o desenvolvimento das gemas latentes, sendo concluída na brotação destas gemas no ciclo seguinte. Didaticamente, este processo pode ser dividido em três principais etapas: 1 Formação do primórdio indiferenciado; 2 Diferenciação em primórdio de inflorescência; e 3 Diferenciação e formação das flores. Os primórdios indiferenciados, protuberâncias do tecido meristemático formados no interior da gema, podem dar origem a inflorescências, gavinhas ou brotações, dependendo de diversos fatores, tais como: balanço hormonal, característica varietal, vigor dos ramos, temperatura, intensidade luminosa, disponibilidade de água, nutrição mineral e práticas culturais. Do ponto de vista agronômico, concluí-se que o manejo de um vinhedo não deve visar estritamente a produção do ciclo corrente, mas também a formação das gemas para o ciclo seguinte, pois esta é a primeira condição para a obtenção de alta produtividade em videiras.

  1. Prevalência de dispareunia na gravidez e fatores associados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabiana Flores Sperandio

    2016-03-01

    Full Text Available Resumo Objetivos: verificar a prevalência de dispareunia no terceiro trimestre gestacional e fatores associados. Métodos: foram avaliadas 202 puérperas. Para a coleta de dados foram utilizados um questionário sociodemográfico; questionário ICIQ-Short Form; questionário de constipação intestinal e, para a avaliação da dispareunia foram utilizadas as questões do questionário FSFI. Os dados foram analisados com os testes qui quadrado, U de Mann Whitney e teste de Wilcoxon, p<0,05. Resultados: a prevalência de dispareunia no 3º trimestre gestacional foi de 48,5% (n=98, enquanto antes da gestação era de 15,3% (n=31. Os fatores associados à dispareunia nesse período foram: constipação no terceiro trimestre da gestação (p=0,05; incontinência urinária no terceiro trimestre da gestação (p<0,001 e dispareunia antes da gestação (p=0,01. A média de idade das mulheres com dispareunia foi significativamente maior que as sem dispareunia (p=0,01. Conclusões: a prevalência da dispareunia é alta no período gestacional e esta associada a alterações das funções do assoalho pélvico, como presença de incontinência urinária e constipação, além da presença prévia de dispareunia.

  2. Fatores de risco cardiovascular em alcoolistas em tratamento

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mayla Cardoso Fernandes Toffolo

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a presença de fatores de risco cardiovascular, com ênfase na hipertensão e na adiposidade corporal, em alcoolistas abstinentes ou não abstinentes em tratamento. MÉTODO: Trata-se de um estudo transversal com 65 pacientes alcoolistas em tratamento no CAP-Sad. O grau de dependência do álcool foi avaliado pelo SADD (Short Alcohol Dependence Data e o uso de outras drogas, pelo ASSIST (Alcohol Smoking and Substance Involvement Screening Test. Foram avaliados o perfil bioquímico e o antropométrico dos usuários. RESULTADOS: Participaram do estudo 42 homens e 23 mulheres. A maioria dos participantes (67,74% apresentou dependência alcoólica grave, com uso de álcool associado principalmente a cigarro (66,15%. A média da circunferência da cintura (CC foi significativamente maior entre os abstinentes, em comparação aos não abstinentes (AB: 88,15 ± 15,95 x NA: 81,04 ± 9,86; p = 0,03. Pacientes abstinentes há mais tempo tiveram maior sobrepeso/obesidade e adiposidade abdominal (CC do que os não abstinentes e abstinentes recentes, com razão de chances de 5,25. Os abstinentes apresentaram razão de chances de 3,38 para %GC acima da média, independente do tempo de abstinência. CONCLUSÃO: Pacientes alcoolistas abstinentes apresentam mais sobrepeso/ obesidade, adiposidade corporal (%GC e abdominal (CC do que os não abstinentes. É importante o acompanhamento multiprofissional no tratamento de alcoolistas com abordagem para fatores de risco cardiovasculares, principalmente evitando o ganho de peso.

  3. Fatores de risco cardiovasculares em adolescentes: indicadores biológicos e comportamentais

    OpenAIRE

    Guedes,Dartagnan Pinto; Guedes,Joana Elisabete Ribeiro Pinto; Barbosa,Decio Sabbatini; Oliveira,Jair Aparecido de; Stanganelli,Luiz Cláudio Reeberg

    2006-01-01

    OBJETIVO: Oferecer informações descritivas e investigar a extensão com que os fatores de risco para doenças cardiovasculares de natureza comportamental estão associados aos fatores de risco biológicos na população jovem. MÉTODOS: Amostra de 452 adolescentes (246 moças e 206 rapazes) com idades entre 15 e 18 anos, selecionados de uma escola de ensino médio da cidade de Londrina, Paraná. Fatores de risco de natureza comportamental foram analisados mediante prática insuficiente de atividade físi...

  4. Fatores de risco comportamentais acumulados para doenças cardiovasculares no sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ludmila Correa Muniz

    2012-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar a prevalência e identificar fatores associados ao acúmulo de comportamentos de risco para doenças cardiovasculares entre adultos. MÉTODOS: Estudo transversal de base populacional com amostra representativa de 2.732 adultos de ambos os sexos de Pelotas, RS, em 2010. Os fatores de risco comportamentais investigados foram: tabagismo; inatividade física no lazer; consumo habitual de gordura aparente da carne; e consumo diário de embutidos, carne vermelha e leite integral. O desfecho do estudo foi o escore de aglomeração de fatores de risco comportamentais, variando de zero a três: nenhum fator de risco comportamental para doenças cardiovasculares ou exposição a 1, 2 ou > 3 fatores de risco comportamentais. Realizou-se regressão logística multinomial para avaliar o efeito ajustado das características individuais sobre o acúmulo de fatores de risco comportamentais, tendo como categoria de referência indivíduos sem qualquer dos fatores. RESULTADOS: A inatividade física foi o fator de risco mais prevalente (75,6%, seguido do consumo habitual de gordura aparente da carne (52,3%. Dois terços da população apresentaram dois ou mais fatores de risco comportamentais. A combinação de inatividade física e consumo habitual de gordura aparente da carne ocorreu em 17,5% da amostra; e inatividade física, consumo habitual de gordura aparente da carne e tabagismo, em 6,7%. Os odds ratios de acúmulo de dois ou mais fatores foram maiores entre homens e associaram-se inversamente com o indicador econômico nacional. CONCLUSÕES: O acúmulo de fatores de risco comportamentais para doenças cardiovasculares é elevado na população estudada. São necessárias intervenções públicas capazes de prevenir a ocorrência simultânea desses fatores.

  5. Fatores associados as dificuldades de adultos na mastigacao

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela de Rossi Figueiredo

    2013-12-01

    Full Text Available OBJETIVO : Estimar a prevalência de dificuldade de adultos na mastigação, segundo sexo, e analisar os fatores associados. MÉTODOS : Estudo transversal de base populacional com adultos de 20 a 59 anos de idade (n = 2.016, de Florianópolis, SC, em 2009, por meio de amostragem em dois estágios, setores censitários e domicílios. A dificuldade na mastigação foi investigada por meio de pergunta sobre dificuldade de mastigação devida a problemas com os dentes ou dentadura. Analisaram-se os fatores  demográficos, socioeconômicos, utilização dos serviços de saúde para consulta odontológica e condição bucal autorreferida. Foi realizada regressão logística multivariável, estratificada por sexo. RESULTADOS : A taxa de resposta foi de 85,3% (n = 1.720. A prevalência de dificuldade na mastigação foi de 13,0% (IC95% 10,3;15,8 e 18,0% (IC95% 14,6;21,3 em homens e em mulheres, respectivamente. Mulheres e homens com 50 anos ou mais, aqueles com dez dentes naturais ou menos e os que manifestaram dor dentária tiveram mais chance de apresentar dificuldade na mastigação. O efeito conjunto da perda e da dor na dificuldade na mastigação foi cerca de quatro vezes maior entre as mulheres. CONCLUSÕES : A magnitude das associações entre variáveis socioeconômicas, demográficas e de condição bucal autorreferidas foi diferente para homens e mulheres, em geral maiores para as mulheres, destacando-se a dor dentária. Os resultados sugerem que o impacto das condições bucais varia segundo o sexo.

  6. Fatores associados a patologias de pregas vocais em professores

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carla Lima de Souza

    2011-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar fatores associados à prevalência do diagnóstico médico referido de patologias das pregas vocais em professores. MÉTODOS: Estudo epidemiológico transversal, censitário, com 4.495 professores da rede pública municipal de ensino elementar e fundamental de Salvador, BA, de março a abril de 2006. A variável dependente foi o diagnóstico médico referido de patologias das pregas vocais e as independentes, características sociodemográficas, atividade profissional, organização do trabalho/relações interpessoais, características físicas do ambiente de trabalho, freqüência de transtornos mentais comuns, medida pelo Self-Reporting Questionnaire-20 (SRQ-20 >7 e condições de saúde geral. Foram aplicadas técnicas de análise estatística descritiva, bivariada e regressão logística múltipla. RESULTADOS: A prevalência de diagnóstico médico referido de patologias das pregas vocais foi de 18,9%. Na análise de regressão logística, as variáveis que permaneceram associadas ao diagnóstico médico de patologia das pregas vocais foram: sexo feminino, trabalhar como professor por mais de sete anos, uso intensivo da voz, referir mais de cinco características desfavoráveis do ambiente físico de trabalho, uma ou mais doenças do trato respiratório, perda auditiva e apresentar transtornos mentais comuns. CONCLUSÕES: A presença de patologias das pregas vocais referidas associou-se a fatores que indicam a necessidade de ações de promoção da saúde vocal do professor e modificações na organização e estrutura do trabalho docente.

  7. Pequenos para idade gestacional: fator de risco para mortalidade neonatal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Almeida Márcia Furquim de

    1998-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estudar as variáveis contempladas na Declaração de Nascimento (DN como possíveis fatores de risco para nascimentos pequenos para a idade gestacional (PIG e o retardo de crescimento intra-uterino como fator de risco para a mortalidade neonatal. MATERIAL E MÉTODO: As variáveis existentes na DN foram obtidas diretamente de prontuários hospitalares. Os dados referem-se a uma coorte de nascimentos obtida por meio da vinculação das declarações de nascimento e óbito, correspondendo a 2.251 nascimentos vivos hospitalares, de mães residentes, ocorridos no Município de Santo André, Região Metropolitana de São Paulo, no período de l/1 a 30/6/1992, e aos óbitos neonatais verificados nessa coorte. RESULTADOS: Obteve-se a proporção de 4,3% de nascimentos PIG, significativamente maior entre os recém-nascidos de pré-termo e pós-termo, entre os nascimentos cujas mães tinham mais de 35 anos de idade e grau de instrução inferior ao primeiro grau completo. Os recém-nascidos PIG apresentam maior risco de morte neonatal que aqueles que não apresentavam sinais de retardo de crescimento intra-uterino. CONCLUSÕES: Em áreas com menor freqüência de baixo peso ao nascer, é importante investigar a presença de retardo de crescimento intra-uterino entre os nascimentos prematuros e não apenas nos nascimentos de termo. O registro da data da última menstruação (ou da idade gestacional em semanas não agregadas na DN facilitaria a detecção de PIGs na população de recém-nascidos.

  8. Fatores associados com a qualidade de vida de homens idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Darlene Mara dos Santos Tavares

    2013-06-01

    Full Text Available Inquérito domiciliário, transversal e analítico que objetivou descrever as características sociodemográficas, de saúde e a qualidade de vida de homens idosos e verificar os fatores socioeconômicos e de saúde associados à qualidade de vida. Participaram 804 homens idosos. Os dados foram coletados pelos instrumentos: Older Americans Resources and Services(OARS, World Health Organization Quality of Life - Bref (WHOQOL-BREF e Health Organization Quality of Life Assessment for Older Adults(WHOQOL-OLD. Foram realizados análise descritiva, teste t-Student, correlação de Pearson e regressão linear múltipla (p <0,05. Predominaram idosos com 60├ 70 anos, casados, 4├ 8 anos de estudo e renda de um salário mínimo. Os menores escores de qualidade de vida foram no domínio físico e na faceta autonomia e estiveram associados a ausência de companheira e de escolaridade, baixa renda, maior número de morbidades e incapacidade funcional. A incapacidade funcional foi o que mais influenciou a qualidade de vida, excetuando-se o domínio físico e a faceta intimidade.

  9. Fatores de risco cardiovascular e fatores associados em escolares do Município de Belém, Pará, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simone Augusta Ribas

    2014-03-01

    Full Text Available Este estudo transversal visou a identificar fatores de risco para doença cardiovascular em uma amostra, estratificada por conglomerados, de 557 escolares (6-19 anos de Belém, Pará, Brasil. Os fatores de risco investigados foram obesidade, hipertensão arterial, dislipidemia, diabetes, tabagismo, sedentarismo e dieta aterogênica. Variáveis sociodemográficas e relacionadas ao estilo de vida foram testadas no modelo de regressão binária logística. Os fatores de risco prevalentes foram excesso de peso (20,4%, dislipidemia (48,1% e sedentarismo (66,2%. Constatou-se que os escolares abaixo de dez anos e os provenientes das famílias de maior renda e com maior escolaridade materna apresentaram mais chances de desenvolverem excesso de peso; por sua vez, os escolares com excesso de peso foram os mais propensos a desenvolver hipercolesterolemia e hipertrigliceredemia. Diante desse quadro, faz-se necessária, ainda na primeira infância, a implantação de estratégias para controle de excesso de peso, por meio da alimentação balanceada e da prática física regular, para que se possa reduzir de forma efetiva a prevalência de fatores de risco em escolares nesta cidade.

  10. FDI, licensing, e crescimento da produtividade total de fatores

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Flavia Bonzaninit

    2013-03-01

    Full Text Available Neste trabalho analisamos os impactos de dois canais de transferência internacional de tecnologia, investimento direto estrangeiro e licenciamento (FDI e licensing, sobre o crescimento da produtividade total de fatores (TFP numa amostra de 88 países, para o período 1980-2006. Em relação a Pessoa (2008, trazemos aqui três contribuições originais: incluímos na especificação do modelo econométrico uma variável de composição dos fluxos estrangeiros de capital; nossa amostra compreende também países pobres e em desenvolvimento, e não só da OCDE; oferecemos um tratamento do problema de endogeneidade típico em regressões de crescimento tendo como variáveis explicativas medidas do tipo "abertura financeira" dos países.We analyze the impacts of two international technology transfer channels, foreign direct investment (FDI and licensing, on total factor productivity (TFP growth in a sample of 88 countries for the period 1980-2006. Comparing with Pessoa (2008, we bring here three original contributions: we include in the econometric model specification a variable which captures the composition of foreign capital flows; our sample comprises poor and developing countries too, not only OECD's; we offer a treatment for the typical endogeneity problem found in growth regressions which have as explanatory variables measures like countries' "financial openness".

  11. Qualidade da dieta de adolescentes e fatores associados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Loiva Lide Wendpap

    2014-01-01

    Full Text Available Analisar a qualidade da dieta de adolescentes pelo Índice de Qualidade da Dieta Revisado (IQD-R e os fatores associados. Foi realizado estudo transversal com 1.326 adolescentes de escolas públicas e privadas. O consumo alimentar foi obtido utilizando-se questionário de frequência alimentar. Utilizou-se razão de prevalência para avaliar a associação entre o IQD-R elevado (≥ percentil 75 e as variáveis independentes. Variáveis com valor de p <0,20 foram incluídas na regressão de Poisson. A média do IQD-R foi de 75,1 pontos (IC95%: 74,8-75,5. Tempo ≤ 2 horas diárias gasto em atividades sedentárias como assistir televisão, usar computador ou games; tempo ≥ 300 minutos por semana de atividade física e excesso de peso dos adolescentes foram associados a maiores pontuações do IQD-R. Estilo de vida saudável foi associado à dieta de melhor qualidade. Destaca-se a importância do incentivo à prática de atividade física, redução do número de horas diárias em atividades sedentárias e intervenção na prática alimentar dos adolescentes.

  12. Estresse, coping e burnout da Equipe de Enfermagem de Unidades de Terapia Intensiva: fatores associados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafaela Andolhe

    2015-12-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo Investigar o estresse emocional, o coping e burnout da equipe de enfermagem e a associação com fatores biossociais e do trabalho em Unidade de Terapia Intensiva (UTI. Método Estudo transversal, realizado em oito UTI de hospital-escola, do município de São Paulo, em 2012. Coletaram-se dados biossociais e de trabalho dos profissionais, juntamente com Escalas de Estresse no Trabalho, Coping Ocupacional, Lista de Sinais e Sintomas e Inventário Maslach de Burnout. Resultados Participaram da pesquisa 287 sujeitos, predominantemente mulheres, com companheiro e filhos. O nível médio de estresse e coping controle foram prevalentes (74,47% e 79,93%, respectivamente e a presença de burnout em 12,54%. Fatores associados ao estresse referiram-se às condições de trabalho. Ter companheiro, atuar em UTI Clínica e gostar do trabalho foram fatores de proteção para coping prevalente, enquanto que horas de sono adequadas foi fator de proteção para burnout. Conclusão O controle do ambiente de trabalho e o sono adequado são fatores decisivos e protetores para enfrentamento das situações de estresse ocupacional.

  13. Fatores associados à enterocolite necrosante Factors associated with necrotizing enterocolitis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Teresa Campos Vieira

    2003-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar as formas de apresentação clínica da enterocolite necrosante neonatal e os fatores associados à doença. MÉTODOS: estudo retrospectivo dos casos de enterocolite necrosante neonatal (ECN (n = 56 ocorridos na UTI Neonatal Lagoa, entre dezembro de 1986 e julho de 1992. O diagnóstico e estadiamento da doença seguiram o critério de Bell modificado. Foram avaliados o diagnóstico e a evolução de todos os casos. Posteriormente, foram selecionados os casos de enterocolite grau II e III (n =44 e comparados com um grupo controle (n = 44, selecionado pelo peso de nascimento (± 250g e época de internação (± 2 semanas. Para a análise estatística, foi considerado significante p OBJECTIVE: to evaluate the features of clinical presentation of neonatal necrotizing enterocolitis and its associated factors. METHODS: retrospective study of the cases of neonatal necrotizing enterocolitis (n = 56 diagnosed at Neonatal Intensive Care Unit Lagoa (NICU, between December 1986 and July 1992. Diagnosis and stages of the disease followed the modified Bell's criteria. Diagnosis and follow-up of all cases were evaluated. The cases of enterocolitis - degrees II and III (n = 44 - were subsequently selected and compared to a case-control group (n = 44, selected according to birthweight ( 250 g and hospitalization period ( 2 weeks. The statistically significant analysis was considered as p < 0.05. RESULTS: out of 2,447 newborns admitted to the NICU, 56 (2.3% presented enterocolitis. Mean weight was 1908.5 g; mean gestational age was 35 weeks and 1 day; mean period for diagnosis was 10.7 days; 51 (91.1% patients were fed before diagnosis; 18 (32.1% needed urgent surgery; nine (16.9% hemocultures were positive; 10 (17.8% patients died. Four clinical standards were observed: fulminant, acute with pneumatosis, insidious and suspect. Comparatively to the case-control group, three factors were significantly associated with enterocolitis: apnea (p = 0

  14. Fatores associados à preferência por cesareana

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Faisal-Cury Alexandre

    2006-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estudar os fatores relacionados à preferência por cesariana, em gestantes sem intercorrências. MÉTODOS: Estudo transversal com 156 gestantes, de clínica privada na cidade de Osasco, Estado de São Paulo, no período de outubro de 2000 a dezembro de 2001. As gestantes estavam em idade gestacional de 28 semanas ou mais, sem contra-indicação formal para parto vaginal, no momento da entrevista. Foi aplicado questionário sobre informações sociodemográficas, história obstétrica passada e atual. Perguntou-se à gestante questão específica sobre preferência para o parto. Realizou-se teste do qui-quadrado de Pearson e regressão logística para análise multivariada, com nível de significância de 5%. RESULTADOS: Sessenta e sete (42,9% gestantes se diziam pouco motivadas para parto vaginal. Na análise multivariada foram estatisticamente significativas as seguintes variáveis: parto vaginal prévio (p<0,001; ORaj=0,04; IC 95%=0,01-0,12; a renda do marido superior a 750 Reais mensais (p=0,006; ORaj=3,44; IC 95%=1,38-8,33. As mulheres com parto vaginal prévio apresentaram chance 25 vezes menor de optarem por cesariana. O fato de a gestante não ter considerado satisfatória a experiência do parto prévio esteve marginalmente associado ao desfecho (p=0,06; ORaj=0,42; IC 95%=0,16-1,05. CONCLUSÕES: A motivação para parto cesariano está associada a influências como tipo e grau de satisfação com o parto prévio e renda.

  15. Fatores ambientais como coadjuvantes na comunicação e no cuidar do idoso hospitalizado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Teresa Cristina Prochet

    2012-06-01

    Full Text Available Estudo exploratório com abordagem qualitativa desenvolvido com 117 graduandos e profissionais da área da saúde, no interior paulista, com o objetivo de identificar os fatores ambientais que interferem na comunicação do profissional da saúde com o idoso. As respostas puderam ser ordenadas e analisadas em sete agrupamentos: fatores sonoros e vibratórios, decorativos e espaciais, luminosos, cores e texturas, térmicos e ventilatórios, higiênicos e de segurança profissional e sinalizadores visuais. Considera-se que a utilização dos fatores ambientais durante o processo de cuidar seja uma possibilidade efetiva do cuidado, uma vez que interfere no bem estar do idoso, na sua recuperação e no relacionamento entre o binômio profissional-idoso.

  16. Contribuições de fatores sócio-interacionistas na escrita de surdos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia Farias Fantinel

    2012-04-01

    Full Text Available Este artigo mostra em que os fatores sócio-interacionistas oferecidos pelo meio escolar – língua de sinais, conhecimento sistêmico, conhecimento de organização textual, conhecimento de mundo, prática sociais, instrutor de língua de sinais, professor e/ou educador especial e recursos visuais – podem contribuir com aprendizagem da língua portuguesa escrita por aluno surdo. Para que houvesse reflexões acerca da influência dos fatores sócio-interacionistas sobre a escrita em língua portuguesa, faz-se uma análise interpretativa entre referencial teórico pesquisado, os fatores oferecidos no meio escolar e o texto produzido por um aluno surdo.

  17. Fatores motivadores do empreendedorismo e as decisões estratégicas de pequenas empresas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Siomara Elias Vicenzi

    2013-04-01

    Full Text Available DOI: http://dx.doi.org/10.5007/2175-8077.2013v15n35p208 O propósito deste trabalho é compreender os fatores motivadores que influenciaram ações empreendedoras estratégicas de pequenos empresários de uma região fronteiriça do sul do Brasil. A pesquisa é descritiva, de natureza quantitativa, do tipo levantamento e realizada por meio de investigação de campo em 100 atividades empreendedoras, de pequeno porte, da região sul do Brasil. Os resultados demonstram as características pessoais dos empreendedores que mais se destacaram; os fatores motivadores nas decisões de produtos, serviços e mercados; os fatores motivadores na decisão em abrir um negócio; os fatores motivadores na decisão de mudança no negócio, bem como as prováveis relações entre fatores motivadores e as mudanças de produtos e mercados. Os fatores que mais contribuíram na decisão, desde a escolha inicial de seus negócios até as modificações de produtos e mercados foram: conhecimento teórico; conhecimento do setor; experiências dos empreendedores; avanços da tecnologia; e a dinâmica do mercado em termos econômicos e sociais.

  18. Câncer de mama: fatores de risco e detecção precoce

    OpenAIRE

    Pamella Araújo da Silva; Sueli da Silva Riul

    2011-01-01

    Objetivou-se identificar fatores de risco, segundo o INCA, para câncer de mama, analisar conhecimento e realização do AEM, ECM e mamografia, e verificar relação entre idade e escolaridade com conhecimento e realização desses exames. Dados coletados, durante dez meses, por entrevista com mulheres em quimioterapia contra câncer de mama, analisados por freqüência estatística simples. Observou-se concordância com a minoria dos fatores de risco. Todos os exames eram conhecidos e praticados pela ma...

  19. Forma clínica e fatores de risco associados ao estrabismo na binocularidade visual

    OpenAIRE

    Maria Nice Araujo Moraes Rocha; Aline Sanches; Flávia Fernandes Pessoa; Gladsonda Silva Braz; Larah Pereira Rego; Luíza Jácomo Auad; Pâmela de Castro Araujo Ribeiro

    2016-01-01

    RESUMO Objetivo: Identificar e analisar fatores de risco associados ao estrabismo, dados oftalmológicos e antecedentes pessoais e familiares. Métodos: Estudo prospectivo, descritivo e analítico realizado com 240 pacientes que consultaram pela primeira vez nos ambulatórios de estrabismo. Foram avaliadas a frequência e associação entre estrabismo, dados de exames oftalmológicos e antecedentes pessoais e familiares para identificação dos fatores de risco. Resultados: Observou-se maior prevalê...

  20. Estrias de distensão na gravidez: fatores de risco em primíparas

    OpenAIRE

    Maia, Marcus; Marçon, Carolina Reato; Rodrigues,Sarita Bartholomei; AOKI, Tsutomu

    2009-01-01

    FUNDAMENTOS: Estrias ocorrem em mais de 70% das gestantes. Elas tendem a se desenvolver a partir da 25ª semana gestacional. Apesar de sua etiologia não ser bem compreendida, aceita-se que a combinação de fatores genéticos com alterações endócrinas e estiramento mecânico da pele tem papel significante. Em função dos diferentes resultados encontrados na literatura, os autores avaliaram os fatores de risco comumente citados com o objetivo de determinar se estão associados com a ocorrência de est...

  1. Warfarina: fatores que influenciam no índice de normatização internacional

    OpenAIRE

    Ticiane C. G. F. Campanili; Andrea Cotait Ayoub

    2008-01-01

    O tratamento com Warfarina reduz a capacidade de coagulação do sangue, sendo acompanhado laboratorialmente pelo tempo de protrombina expresso como no índice de normatização internacional(INR). Fatores socioeconômicos, culturais e a terapêutica podem influenciar os resultados. Objetivo: caracterizar pacientes em uso de Warfarina e identificar fatores que colaboraram para o INR permanecer fora da faixa terapêutica (INR 3,0). Estudo descritivo exploratório utilizando instrumento de coleta de da...

  2. Imagem corporal e fatores de risco em praticantes de caminhada da cidade do Natal-RN

    OpenAIRE

    Silva Filho, Lindomar da

    2009-01-01

    Imagem corporal é a figura de nossos corpos construída em nossas mentes e o grau de insatisfação geralmente está associada a fatores de risco identificados por medidas antropométricas. O objetivo desse estudo descritivo foi avaliar os fatores de risco decorrentes das variáveis morfológicas e funcionais associadas à percepção de autoimagem em 130 praticantes de caminhada de meia-idade da zona sul da cidade de Natal, subdivididos em quatro grupos em função do gênero e faixa etária. Como instrum...

  3. Forma clínica e fatores de risco associados ao estrabismo na binocularidade visual

    OpenAIRE

    Maria Nice Araujo Moraes Rocha; Aline Sanches; Flávia Fernandes Pessoa; Gladsonda Silva Braz; Larah Pereira Rego; Luíza Jácomo Auad; Pâmela de Castro Araujo Ribeiro

    2016-01-01

    RESUMO Objetivo: Identificar e analisar fatores de risco associados ao estrabismo, dados oftalmológicos e antecedentes pessoais e familiares. Métodos: Estudo prospectivo, descritivo e analítico realizado com 240 pacientes que consultaram pela primeira vez nos ambulatórios de estrabismo. Foram avaliadas a frequência e associação entre estrabismo, dados de exames oftalmológicos e antecedentes pessoais e familiares para identificação dos fatores de risco. Resultados: Observou-se maior prevalê...

  4. Fatores de risco associados à mastite bovina na microrregião Garanhuns, Pernambuco

    OpenAIRE

    Oliveira,Júnior M.B.; Vanderlei,Dayane R.; Wisley da S. Moraes; Daniel F. Brandespim; Mota,Rinaldo A.; Oliveira,Andréa A. da F.; Medeiros,Elizabeth S. de; José W. Pinheiro Júnior

    2012-01-01

    Objetivou-se com este estudo analisar os fatores de risco associados à mastite bovina na microrregião de Garanhuns, Pernambuco. Para isso, foram submetidas ao exame microbiológico 1260 amostras de leite e em cada propriedade foi aplicado um questionário contendo informações relacionadas às características raciais dos animais, dados gerais sobre as propriedades, manejo do rebanho e higiênico-sanitário durante a ordenha. Para a análise dos fatores de risco foi realizada uma regressão logística ...

  5. Análise de fatores do instrumento de medida do impacto da doença no cotidiano

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafaela Batista dos Santos Pedrosa

    2016-08-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo: verificar a estrutura de fatores do Instrumento para Mensuração do Impacto da Doença no Cotidiano do Valvopata (IDCV quando aplicado em coronariopatas. Método: fizeram parte deste estudo 153 coronariopatas em seguimento ambulatorial. A estrutura de fatores do IDCV foi inicialmente avaliada por meio da análise confirmatória de fatores e, subsequentemente, por meio da análise exploratória de fatores. Utilizou-se o método de estimação dos componentes principais de análise com rotação Varimax e eigenvalues acima de um para extração de fatores e carga fatorial superior a 0,40 para seleção dos itens. A consistência interna foi estimada por meio do coeficiente alfa de Cronbach. Resultados: a análise confirmatória não confirmou a estrutura original de fatores do IDCV. A análise exploratória de fatores evidenciou três dimensões que, em conjunto, explicaram 78% da variância da medida. Conclusão: estudos futuros com ampliação da casuística são necessários para confirmação da nova estrutura de fatores do IDCV.

  6. Fatores associados ao fumo em gestantes avaliadas em cidades brasileiras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kroeff Locimara Ramos

    2004-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a correlação dos fatores sociodemográficos e estilo de vida com o hábito de fumar em gestantes atendidas em hospitais. MÉTODOS: O delineamento foi o de um estudo transversal. A amostra foi composta por 5.539 gestantes atendidas em ambulatórios de pré-natal em hospitais públicos credenciados nas cidades de Manaus, Fortaleza, Salvador, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre, entre 1991 e 1995. A seleção foi consecutiva para todas as gestantes com 20 anos ou mais de idade, excetuando-se aquelas com diabetes prévia à gestação. Foram realizadas medidas antropométricas e entrevistas entre a 21ª e a 28ª semanas da gravidez. Por meio de um questionário padronizado, considerou-se como fumante quem informou fumar um ou mais cigarros por dia, como ex-fumante quem informou ter fumado mais de um cigarro por dia e ter cessado, e não fumantes quem informou nunca ter fumado um ou mais cigarros por dia. RESULTADOS: O hábito de fumar na gestação associou-se à baixa escolaridade (RC=2,13; IC 95%: 1,76-2,57 e paridade (RC=1,84; IC 95%: 1,53-2,21. Para o aumento da idade da gestante e uso de bebidas alcóolicas também foram observadas associações positivas com o fumo na gestação. Não foi observada nenhuma associação significativa entre cor da pele e situação ocupacional com fumo na gestação. Um efeito protetor foi observado para mulheres casadas ou com companheiro (RC=0,55; IC 95%: 0,42-0,72. Entre as cidades, tomando Manaus como referência, Porto Alegre apresentou o maior risco para fumo na gestação (RC=5,00; IC 95%: 3,35-7,38, seguida de São Paulo (RC=3,42; IC 95%: 2,25-5,20, Rio de Janeiro (RC=2,53; IC 95%: 1,65-3,88 e Fortaleza (RC=2,56; IC95%: 1,74-3,78. CONCLUSÕES: Os achados são semelhantes àqueles descritos na literatura com relação à escolaridade, paridade e situação conjugal. Entretanto, nenhuma associação com a cor da pele foi observada na análise multivariada. As ex-fumantes mostraram

  7. FATORES AMBIENTAIS NA RESPOSTA FISIOLOGICA E COMPORTAMENTAL DE VACAS LEITEIRAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raphael Chiarelo Zero

    2015-12-01

    ção de inverno de 2013. Objetivou-se avaliar as condições de estresse térmico, por meio de coletas e análises dos dados de temperatura de bulbo seco, bulbo úmido, temperatura de globo negro, umidade relativa do ar, e posteriormente o cálculo do índice de temperatura de globo e umidade (ITGU. Todos os dados foram coletados no ambiente sombreado e ao sol. Avaliaram-se parâmetros fisiológicos e comportamentais dos animais. Os dados referentes aos fatores ambientais, comportamentais e fisiológicos foram coletados a cada sessenta minutos, no período entre ordenhas, das 9:00 as 14:00 horas. Verificou-se que as condições ambientais referentes à sombra indicaram valores de conforto térmico em quase todos os horários, com exceção das 14:00 horas, com ITGU médio de 77,44, indicando condição de alerta. Os resultados obtidos para o ambiente exposto ao sol apresentaram índices estressantes em todos os horários, indicando situação de alerta e emergência, respectivamente, caracterizando condições de estresse térmico para as vacas em lactação. Grande parte dos parâmetros fisiológicos e comportamentais avaliados não se mostrou compatíveis com os presentes na literatura. Mesmo na estação de inverno, o clima da região avaliada mostrou-se desfavorável para as vacas em lactação, indicando altos valores de ITGU e consequentemente estresse térmico.

  8. Fatores ambientais e endometriose Environmental factors and endometriosis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrick Bellelis

    2011-08-01

    Full Text Available A endometriose representa uma afecção ginecológica comum, atingindo de 5%-15% das mulheres no período reprodutivo e até 3%-5% na fase pós-menopausa. Essa doença é definida pelo implante de estroma e/ou epitélio glandular endometrial em localização extrauterina, podendo comprometer diversos locais. Humanos e animais são expostos diariamente a poluentes químicos que têm a capacidade de influenciar negativamente processos fisiológicos e, potencialmente, causar doenças, dentre elas a endometriose. Com esta revisão tivemos por objetivo relacionar a influência dos fatores ambientais e dietéticos na gênese da endometriose. O mecanismo pelo qual a dioxina e seus símiles (TCDD/PCBs atuam na alteração da fisiologia endometrial permanence incerta e é especulativa devido à dificuldade em se avaliar a exposição na vida intraútero, infância e vida adulta e suas reais consequências, além das limitações de sua reprodução in vitro. Devemos entender melhor o mecanismo de ação desses poluentes amibentais não só na saúde reprodutiva, mas na saúde em geral do indivíduo, para se promover estratégias de prevenção que devem incluir não só a educação populacional, mas o estabelecimento de limites de exposição, técnicas menos poluentes e melhor aproveitamento dos nossos recursos naturais.Endometriosis represents a common gynecological condition affecting 5%-15% of childbearing age women and up to 3% 5% of post-menopausal women. This disease is defined by the presence of stromal and/or endometrial glandular epithelium implants in extra-uterine locations possibly compromising several sites. Humans and animals are daily exposed to chemical pollutants that could adversely influence physiological processes and potentially cause diseases, including endometriosis. In this review, the authors aimed at settling the influence of environmental and dietary factors on endometriosis pathogenesis. The mechanism by which dioxin and its

  9. A inovação e os fatores organizacionais característicos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Moises Ari Zilber

    2008-01-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/2175-8069.2008v10n21p76O objetivo do presente estudo é o de identificar os fatores organizacionais determinantes para que uma empresa possa ser considerada inovadora na indústria de equipamentos Eletro-Médicos. A pesquisa foi feita dentro do enfoque quantitativo, intencionando obter a visão dos próprios fabricantes de equipamentos quanto aos fatores organizacionais característicos que contribuem para o sucesso do processo de inovação. Foram pesquisados 46 fabricantes de equipamentos Eletro-Médicos por meio de uma amostra não probabilística por conveniência. A análise quantitativa com tratamento estatístico multivariado, por meio da análise fatorial, indicou a presença de seis fatores respondendo por 80,6% da variância total, sendo que apenas dois fatores determinantes das organizações pesquisadas, “Liderança e Comprometimento” e “Reconhecimento e Interação” respondem respectivamente por 47% e por 9 % da variância total.

  10. Relações entre afetos positivos e negativos e os cinco fatores de personalidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Paula Porto Noronha

    2015-06-01

    Full Text Available ResumoA presente pesquisa tem como objetivo verificar a existência de associações entre afetos positivos e negativos e os fatores de personalidade, sob a perspectiva do modelo dos Cinco Grandes Fatores. Colaboraram para o desenvolvimento do estudo 529 estudantes do Ensino Médio de escolas públicas e particulares com idades entre 14 a 27 anos (M = 16,0; DP = 1,48. No que se refere ao sexo 223 (42,2% eram homens e 306 (57,8%, mulheres. Foram aplicadas a Escala de Afetos Zanon (EAZ e a Bateria Fatorial de Personalidade (BFP. Dentre os resultados, a relação entre o fator neuroticismo e os afetos negativos gerou o coeficiente mais forte (r = 0,62. Em relação aos afetos positivos, a maior correlação se deu com o fator extroversão (r = 0,42. Verificou-se que neuroticismo é o melhor preditor dos afetos negativos, enquanto que extroversão dos afetos positivos. Os achados são discutidos à luz da literatura.

  11. Prevalência de fatores de risco coronariano em praticantes de futebol recreacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    P.H.G. Gomides

    2016-06-01

    Conclusão: Os fatores de risco coronariano mais prevalentes nos praticantes de futebol recreacional foram o excesso de peso, o sedentarismo e a hipercolesterolemia, apresentando classificação de risco médio e crescimento com o aumento da idade, sobretudo após os 31 anos.

  12. Fatores de Risco para Infecção Pós-Craniotomia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gustavo Palmer Irffi

    2016-10-01

    Full Text Available Justificativa e Objetivos: A infecção pós-craniotomia é um risco real para a recuperação do paciente, com aumento da morbimortalidade e, também, dos custos para o sistema de saúde. Com uma alta incidência de complicações, chegando a até 11%, é importante ter noção dos fatores de risco desse procedimento a fim de melhorar a qualidade do atendimento e da recuperação do paciente. Dessa forma, o objetivo desse artigo é definir o risco de infecção nesse procedimento; indicar a incidência de infecção de sítio cirúrgico e de meningite; apontar os principais fatores de risco; e calcular a taxa de óbito de craniotomia. Métodos: O estudo foi uma coorte retrospectiva em seis hospitais de Belo Horizonte por um período de dez anos. Dados foram colhidos e analisados buscando resultados relacionados à incidência e aos fatores de risco pós-craniotomia. Resultados: As infecções globais têm uma incidência de 8,8%, as infecções de sítio cirúrgico de 5,1% e as meningites de 2,3%. A taxa de letalidade está em 8,3%. Conclusão: Os principais fatores de risco são o escore American Society of Anesthesiologists (ASA > 2 e o uso de próteses; o uso de anestesia geral se mostrou um fator protetor em relação ao desenvolvimento de infecções.

  13. Ceratocone: fatores prognósticos Keratoconus: prognosis factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosana Molina Saraiva Elias

    2005-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estudar pacientes portadores de ceratocone numa faixa etária menor do que a usual e tentar detectar algum fator que possa influenciar no prognóstico e na evolução da doença. MÉTODOS: Foram analisados pacientes menores de 15 anos, com diagnóstico de ceratocone. Todos se submeteram a um questionário, exame ocular e ceratoscopia computadorizada. Estes pacientes foram divididos em 3 grupos e submetidos a um teste com lente de contato: 1 um grupo em que foi possível a adaptação de lente de contato; 2 um grupo em que foi indicado o transplante penetrante de córnea; 3 um grupo em que foi indicada a correção com óculos. RESULTADOS: Pacientes com acuidade visual de 20/40 ou maior, geralmente não evoluíram para transplante no período estudado. Ao contrário, pacientes com visão de 20/60 ou menor, evoluíram para transplante penetrante mais rapidamente. Ao serem estudados casos em faixa etária menor (10-15 anos, 44% evoluíram para transplante. Observa-se que o ápice corneano tem localização muito variável, o que explica os diferentes níveis de dificuldade na adaptação de lentes de contato. Todos os pacientes com ápice deslocado superiormente e valores maiores que 66 D foram encaminhados para cirurgia, ao passo que olhos com valores menores que 66 D tiveram sucesso na adaptação. Nos olhos com ápice central, a adaptação foi mais fácil. Nos casos de ápice inferior não foi possível determinar um padrão para indicação de cirurgia. Nos olhos adaptados com lente de contato e curvatura menor que 51,10 D houve menos chance de evolução para transplante penetrante de córnea, quando comparados com pacientes de curvatura 57,60 ou maior. CONCLUSÃO: Pacientes com curvaturas maiores que 57,40, acuidade menor que 20/60 e com idade menor de 18 anos tem uma chance maior de evoluir para transplante de córnea. Quando o ápice do ceratocone é central a adaptação de lente de contato fica mais fácil.PURPOSE: To study

  14. Estudo comparativo da densidade de células endoteliais da córnea após facoemulsificação pelas técnicas de "dividir e conquistar" e "quick chop" Corneal endothelial cell density comparative study after phacoemulsification by "divide and conquer" and "quick chop" techniques

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flavia Guedes Pinto Domingues

    2005-02-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Uma vez que um dos fatores mais implicados na perda celular endotelial corneana após facoemulsificação é o tempo utilizado de ultra-som e que a técnica de "quick chop" utiliza menor tempo de ultra-som, o objetivo do estudo foi comparar e analisar a redução da densidade celular endotelial corneana entre os pacientes submetidos à facoemulsificação pelas técnicas de "dividir e conquistar" e "quick chop". MÉTODOS: A amostra do trabalho foi constituída por 56 pacientes, apresentando catarata senil grau 3, selecionados prospectivamente e submetidos à facoemulsificação endocapsular, através das técnicas de "dividir e conquistar" (28 pacientes, grupo 1 e "quick chop" (28 pacientes, grupo 2. Foram verificados os tempos de ultra-som utilizados em cada cirurgia e foram realizados exames de microscopia especular central de não-contato da córnea pré-operatórios e pós-operatórios de 1 mês, 3 meses e 6 meses. RESULTADOS: Verificamos que a técnica de "dividir e conquistar" utilizou em média 2,0 minutos de tempo de ultra-som e a de "quick chop" 1,1 minuto; que a redução da densidade celular endotelial central da córnea foi significativa, em ambas as técnicas, no primeiro mês pós-operatório (16,5% no grupo 1 e 19,4% no grupo 2; e que as variações de densidade celular endotelial corneana subseqüentes, aos 3 e 6 meses, não foram significativas. Não houve diferença estatística na variação da densidade celular endotelial corneana ocorrida entre os grupos (teste "t" de Student p=0,334; no 1º mês pós-operatório. CONCLUSÕES: Concluímos que a redução da densidade endotelial corneana central não foi estatisticamente diferente entre as técnicas.PURPOSE: Since one of the most implicated factors in corneal endothelial cell loss after phacoemulsification is the ultrasound time, and that the "quick chop" technique utilizes less ultrasound time, the objective of this study was to compare and analyze the reduction

  15. Comportamento suicida: fatores de risco e intervenções preventivas

    OpenAIRE

    Kelly Piacheski de Abreu; Maria Alice Dias da Silva Lima; Eglê Kohlrausch; Joannie Fachinelli Soares

    2010-01-01

    As taxas de suicídio evidenciam um problema de saúde pública, e ações preventivas são necessárias. O objetivo deste artigo de atualização é discorrer sobre fatores de risco para o comportamento suicida e as possíveis intervenções utilizadas para sua prevenção na atenção primária à saúde. Os fatores de risco mais importantes para comportamento suicida são: transtornos mentais, antecedentes familiares, sexo, idade, relações familiares, abuso de substâncias,problemas físicos e situação social de...

  16. Criatividade no Ensino Fundamental: Fatores Inibidores e Facilitadores segundo Gestores Educacionais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eunice M. L. Soriano de Alencar

    Full Text Available Este estudo investigou a percepção de gestores de instituições de ensino fundamental sobre fatores que dificultam o professor promover o desenvolvimento da criatividade discente e procedimentos que poderiam utilizar para apoiar o professor na promoção da criatividade em sala de aula. Participaram 118 gestores de escolas públicas e particulares, os quais responderam a uma checklist de barreiras à criatividade em sala de aula e quatro questões abertas. Fatores inibidores mais apontados foram: desconhecimento pelo professor de práticas pedagógicas que poderiam ser utilizadas para propiciar o desenvolvimento da criatividade dos alunos e falta de entusiasmo pela atividade docente. Orientação, apoio e incentivo ao docente foi o procedimento mais apontado pelos gestores para auxiliar o professor a desenvolver a criatividade de seus alunos.

  17. Fatores maternos na ocorrência da prematuridade tardia em um hospital universitário

    OpenAIRE

    Beatriz Belém Buendgens

    2015-01-01

    A prematuridade tardia constitui-se na maioria dos nascimentos prematuros e contribui para a ocorrência de morbimortalidades neonatais. O objetivo deste estudo foi identificar os fatores maternos relativos ao nascimento de prematuros tardios em um hospital universitário do Sul do Brasil. Tratou-se de um estudo quantitativo, transversal, descritivo e retrospectivo. O estudo foi realizado com 288 mulheres e seus 318 filhos prematuros tardios, nascidos com idade gestacional entre 34 e 36 semanas...

  18. Comportamento suicida: fatores de risco e intervenções preventivas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kelly Piacheski de Abreu

    2010-03-01

    Full Text Available As taxas de suicídio evidenciam um problema de saúde pública, e ações preventivas são necessárias. O objetivo deste artigo de atualização é discorrer sobre fatores de risco para o comportamento suicida e as possíveis intervenções utilizadas para sua prevenção na atenção primária à saúde. Os fatores de risco mais importantes para comportamento suicida são: transtornos mentais, antecedentes familiares, sexo, idade, relações familiares, abuso de substâncias,problemas físicos e situação social desfavorável. Considerando que os usuários com comportamento suicida tendem a procurar auxílio nos serviços de atenção primária antes de morrer, é possível identificar a presença desse comportamento. O foco de implementação do cuidado deve ser direcionado àqueles que se enquadram em situaçõesde agravos que predisponham às tentativas de suicídio. Por isso, o conhecimento dos fatores de risco e intervenções preventivas para o comportamento suicida pode trazer benefícios para a comunidade e profissionais de saúde, garantindo um cuidado seguro e tecnicamente orientado. Para isso é necessária a sensibilização dos profissionais de saúde para o uso de tecnologias relacionais, bem como estratégias de acolhimento e vínculo para a identificação dos fatores de risco, bem como a estruturação de ações em saúde mental para serem desenvolvidas com suas comunidades e escolas.

  19. Fatores que contribuem para a maturidade em gerenciamento de projetos: o caso de um governo estadual

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thiago Cavalcante Nascimento

    2014-06-01

    Full Text Available No presente estudo, o objetivo é identificar os fatores que contribuem para o incremento da maturidade em gerenciamento de projetos em organizações públicas. Argumenta-se que a gestão de projetos é de suma importância para melhorar o desempenho organizacional e alinhar as atividades organizacionais aos objetivos estratégicos, além de estimular o desenvolvimento de inovações, o desenvolvimento de novos bens e serviços e a melhoria da eficiência organizacional. Metodologicamente, adotou-se uma postura quantitativa de natureza descritiva e realizou-se um survey com 161 gestores em nível de coordenação e subcoordenação, possibilitando um erro amostral inferior a 6% para 95% de confiança. Conclusivamente, no estudo identificaram-se oito fatores que, na visão dos gestores, contribuem para a maturidade na gestão dos projetos públicos, com destaque para a percepção de que a visibilidade proporcionada aos gestores é um dos fatores determinantes para o incremento da maturidade.

  20. Incapacidade relacionada à dor lombar crônica: prevalência e fatores associados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marina de Góes Salvetti

    2012-10-01

    Full Text Available A incapacidade relacionada à dor lombar crônica (DLC é um fenômeno complexo e multifatorial. O objetivo desse estudo foi identificar a prevalência e os fatores associados à incapacidade em pacientes com dor lombar crônica. Estudo transversal com amostra composta por 177 pacientes com DLC, de três serviços de saúde; que responderam ao formulário com dados demográficos, ao Inventário de Depressão de Beck, às Escalas Oswestry Disability Index, de autoeficácia para dor crônica, Tampa de Cinesiofobia e de Fadiga de Piper. A prevalência de incapacidade foi de 65% (IC95%: 57,5 - 72,0 e era de moderada a grave em 80,7% dos pacientes. O modelo de regressão múltipla identificou três fatores independentemente associados à incapacidade: ausência de trabalho remunerado, autoeficácia baixa e depressão. Os fatores associados à incapacidade identificados são modificáveis. Intervenções como recolocação no trabalho, tratamento para a depressão e reconceitualização da crença de autoeficácia podem ter um impacto importante na prevenção e redução de incapacidade.

  1. Ações e Fundos de Investimento em Ações: Fatores de Risco Comuns?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Rogério Faustino Matos

    2009-01-01

    Full Text Available Neste artigo analisa-se a capacidade de apreçamento e previsão de retorno para os principais fundos de investimento em ações no mercado brasileiro, utilizando o Capital Asset Pricing Model (CAPM e as modelagens de fatores a la Fama e French (1993 e Carhart (1997. Os resultados iniciais evidenciam um resultado esperado: uma melhor performance de apreçamento do CAPM vis-à-vis os demais modelos usados para os fundos de investimento que possuem desempenho similar ao Índice de BOVESPA. A principal contribuição, porém consiste na evidência de que os modelos de fatores passam a ter uma melhor performance quando do apreçamento e da previsão in-sample de fundos de investimento em ações que possuam um maior patrimônio líquido e que tenham "batido o mercado". Esta evidência sugere que se construam modelos de fatores específicos para fundos de investimento que captem estes efeitos, o que vem sendo corroborado por resultados preliminares de Linhares e Matos (2008.

  2. Fatores preditivos de morbidade nas ressecções pancreáticas esquerdas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fábio Athayde Veloso Madureira

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a morbidade pós-operatória e investigar a existência de seus fatores preditivos. MÉTODOS: O estudo foi realizado de forma retrospectiva, a partir de uma base de dados mantida de forma prospectiva. De 1994 a 2008, 100 pacientes consecutivos foram submetidos à ressecções pancreaticas esquerdas. A principal variável de interesse foi a morbidade pós-operatória, tendo diversas outras características da população sido registradas simultaneamente. Posteriormente, para a análise de fatores preditivos de morbidade pós-operatória o subgrupo de pacientes que foi submetido aos procedimentos de pancreatectomia distal com preservação do baço (n=65 foi analisado separadamente quanto à relevância das diferentes técnicas de secção do parênquima pancreático, assim como, outros possíveis fatores preditivos à ocorrência de morbidade pós-operatória. RESULTADOS: Considerando-se juntamente todas as ressecções pancreáticas esquerdas realizadas, a ocorrência de complicações globais, de complicações relevantes e graves foi 55%, 42% e 20%, respectivamente. Os fatores que se mostraram preditivos à ocorrência de morbidade pós-operatória após pancreatectomia distal com preservação do baço foram a técnica de secção do parênquima pancreático, idade, índice de massa corporal e a realização de operação abdominal concomitante. CONCLUSÃO: A morbidade associada às ressecções pancreáticas, à esquerda dos vasos mesentéricos superiores, foi importante. De acordo com a estratificação adotada baseada na gravidade das complicações, alguns fatores preditivos foram identificados. Estudos futuros com coortes maiores de pacientes são necessários para confirmar tais resultados.

  3. Virulence factors of Actinobacillus actinomycetemcomitans: other putative factors Fatores de virulência do Actinobacillus actinomycetemcomitans: outros possíveis fatores

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mario Julio AVILA-CAMPOS

    2000-03-01

    Full Text Available Actinobacillus actinomycetemcomitans is implicated as the causative agent of localized juvenile periodontitis. This organism possesses a large number of virulence factors with a wide range of activities and also interfere with tissue repair. Fifty isolates of A. actinomycetemcomitans from 20 periodontal patients were examined to evaluate other putative virulence factors. In this study, the capsule, DNase, coagulase, fibrinolysin, proteolytic, haemolysin and bacteriocin production, haemagglutination, serum sensitivity, epithelial cells attachment, hydrophobicity and virulence of the A. actinomycetemcomitans isolates were evaluated. All the isolates were resistant to the different tested sera. 70% to 94% were alpha-haemolytics and agglutinated all blood types. Most of isolates produced antagonistic substances and they had a low hydrophobicity. None of the isolates was pathogenic for mice. Little is known as to wether these factors may act in the development of periodontal disease, and further studies are required for an application in pathogenic and systematic terms.Actinobacillus actinomycetemcomitans está implicado como o agente etiológico da periodontite juvenil localizada. Este organismo possui inúmeros fatores de virulência que podem interferir no reparo tissular. 50 isolados de A. actinomycetemcomitans de pacientes com periodontite foram examinados para avaliar outros possíveis fatores de virulência. Neste estudo, foi avaliada a produção de cápsula, DNase, coagulase, fibrinolisina, atividade proteolítica, hemolisina e bacteriocina, assim como hemaglutinação, sensibilidade ao soro, aderência às células epiteliais, hidrofobicidade e virulência de A. actinomycetemcomitans. Todos os isolados foram resistentes para todos os tipos de soro utilizados. 70% a 94% dos isolados foram alfa-hemolíticos e aglutinaram todos os tipos sanguíneos. A maioria dos isolados produziu substâncias antagonistas e apresentaram baixa hidrofobicidade

  4. Fatores Higiénicos e Motivadores dos Funcionários Públicos: um estudo de caso com recurso à teoria dos dois fatores de Herzberg

    OpenAIRE

    Coelho, Sílvia Diana Almeida; Fontes, Francisco

    2012-01-01

    Este trabalho de investigação aborda o tema da motivação dos funcionários públicos, tendo como base a teoria do autor Frederick Herzberg. A investigação é suportada pelo estudo de caso realizado numa entidade pública da área da grande Lisboa. O principal objetivo foi analisar e explicitar a motivação dos colaboradores desta organização na atualidade, verificando se existem ou não diferenças e se as mesmas são significativas em relação ao estudo inicial do autor da Teoria dos Dois Fatores. A m...

  5. Fatores Associados ao Aborto Espontâneo Recorrente Recurrent Spontaneous Abortion-associated Factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Barini

    2000-05-01

    Full Text Available Objetivo: identificar fatores mais freqüentemente associados ao aborto espontâneo recorrente. Casuística: no período de março de 1993 a março de 1997, 175 pacientes foram avaliadas no Ambulatório de Aborto Recorrente do CAISM/UNICAMP. Os critérios de seleção foram: história de três ou mais abortos espontâneos consecutivos em pacientes com idade inferior a 35 anos e/ou dois abortos e idade superior a 35 anos. Métodos: o protocolo de investigação incluiu: cariótipo; histerossalpingografia; dosagem seriada de progesterona e/ou biópsia de endométrio; pesquisa sorológica de infecções: toxoplasmose, listeriose, brucelose, sífilis e citomegalovírus e pesquisa para Mycoplasma hominis e Chlamydia trachomatis na secreção cérvico-uterina. A investigação também incluiu dosagem de hormônios tiroideanos e da glicemia de jejum; pesquisa de fator auto-imune por meio de painel de auto-anticorpos; pesquisa de fator aloimune mediante anticorpos contra antígenos leucocitários humanos (anti-HLA, prova cruzada por microlinfocitotoxicidade e cultura mista unidirecional de linfócitos, em que se comparam as respostas maternas diante das células paternas e de um doador não-relacionado para pesquisa de fator inibidor destas respostas no soro materno. O exame dos parceiros incluiu: exame físico geral e especial, sorologias para sífilis, doença de Chagas, hepatite B e C e síndrome da imunodeficiência adquirida (AIDS, além da prova cruzada por microlinfocitotoxicidade e da cultura mista de linfócitos. Resultados: o fator mais freqüentemente encontrado foi o aloimune (86,3% dos casos, representado por prova cruzada negativa e inibição na cultura mista de linfócitos inferior a 50%. O segundo fator mais freqüentemente encontrado foi a incompetência istmo-cervical (22,8%, seguido pelo fator hormonal (21,2%, representado principalmente pela insuficiência lútea. Algumas pacientes apresentavam mais de um fator concomitantemente

  6. Fatores que Influenciam a Compra de Produtos Têxteis Oficiais por Torcedores de Futebol de Baixa Renda

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucas Rial Butier

    2013-12-01

    Full Text Available Este estudo tem como objetivo identificar os principais fatores que influenciam os torcedores de baixa renda a adquirirem produtos têxteis oficiais e licenciados por um clube da elite do futebol brasileiro, aparentemente inviáveis para sua capacidade de compra. A revisão de literatura abordou o marketing no futebol brasileiro, incluindo o torcedor de futebol, licenciamento da marca, consumidores de baixa renda e artigos esportivos têxteis. Para identificarmos os principais fatores foi escolhido o método de análise conjunta, técnica estatística à qual ajuda a entender a complexidade do processo de escolha e decisão de compra dos consumidores. Foram realizadas entrevistas em profundidade com torcedores, lojistas, vendedores e pessoas com atuação no mercado esportivo. Os atributos selecionados para a análise conjunta foram preço, forma de pagamento, durabilidade e ajudar, ou não, o Clube. A pesquisa foi respondida por 149 torcedores durante a realização de dois jogos do Campeonato Brasileiro de 2012. Os resultados da análise conjunta sugerem que os principais fatores, ou atributos, que influenciam os torcedores no processo de compra são, em ordem de importância relativa, ajudar o clube, como mais importante, preço, forma de pagamento e, como menos importante, a durabilidade do produto.DOI: 10.5585/podium.v2i2.44

  7. Fatores associados à violência contra mulheres profissionais do sexo de dez cidades brasileiras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisca Sueli da Silva Lima

    Full Text Available Resumo: No Brasil, há um limitado número de estudos sobre violência contra mulheres profissionais do sexo, tema que vem instigando pesquisadores em todo o mundo, estimulados principalmente por possíveis associações desta com o HIV. Este trabalho objetiva estimar a prevalência de violência contra mulheres profissionais do sexo, segundo natureza e perpetrador, e identificar os fatores associados. Foi realizado um estudo transversal com dados de 2.523 mulheres profissionais do sexo de dez cidades brasileiras, recrutadas pelo método respondent-driven sampling (RDS. Os resultados mostraram que a prevalência de violência verbal foi de 59,5%; violência física 38,1%; sexual 37,8%. Violência física por parceiro íntimo, 25,2%; por clientes, 11,7%. Dentre os fatores associados à violência física estão: idade < 30 anos (ORa = 2,27; IC95%: 1,56-3,29; uso de drogas (ORa = 2,02; IC95%: 1,54-2,65; valor do programa até R$ 29,00 (ORa = 1,51; IC95%: 1,07-2,13. Conclui-se que as mulheres profissionais do sexo brasileiras vivenciam uma carga desproporcional de violência. Identificar fatores de vulnerabilidade é fundamental para as intervenções que garantam direitos humanos e controle do HIV.

  8. Dieta habitual e fatores de risco para doenças cardiovasculares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Maria Cervato

    1997-06-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Estudo descritivo por amostragem em munícípio do Estado de São Paulo, Brasil, em 1990, com objetivo de analisar, mediante entrevistas domiciliares, a dieta habitual e fatores de risco para doenças cardiovasculares em indivíduos maiores de 20 anos. METODOLOGIA: Foram entrevistados 557 indivíduos, de idade entre 20 e 88 anos, que fazem parte de subamostra de um estudo global na região. A dieta habitual, identificada pelo histórico alimentar foi comparada às recomendações da OMS e os fatores de risco estudados (obesidade, dislipidemias, diabetes melito diagnosticados pelo Índice de Massa Corpórea e dosagens bioquímicas. RESULTADOS E CONCLUSÕES: Observou-se que 60% da população consome dieta com energia total abaixo da estimativa das necessidades e que a contribuição calórica dos carboidratos foi de 56%, dos lipídios de 29% e das proteínas de 15%. Entretanto, na análise por percentil, a contribuição calórica dos lipídios e das proteínas encontra-se muito acima dos padrões recomendados em detrimento dos carboidratos. A energia, distribuição calórica e quantidade de colesterol foi adequada em apenas 5% das dietas. Dentre os fatores de risco para doenças cardiovasculares estudados observou-se a prevalência de obesidade em 38% dos indivíduos, de dislipidemias em 26% e de diabetes melito em 5%. A atividade física leve preponderante com dieta inadequada, tanto em termos de qualitativos quanto quantitativos, agravam ainda mais esse quadro.

  9. Uso de drogas psicotrópicas por estudantes: prevalência e fatores sociais associados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Meire Soldera

    2004-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Determinar a prevalência do uso pesado de drogas por estudantes de primeiro e segundo graus em uma amostra de escolas públicas e particulares, e identificar fatores demográficos, psicológicos e socioculturais associados. MÉTODOS: Trata-se de um estudo transversal com uma técnica de amostragem do tipo intencional comparando-se escolas públicas de áreas periféricas e centrais e escolas particulares. Foi utilizado um questionário anônimo de autopreenchimento. A amostra foi constituída por 2.287 estudantes de primeiro e segundo graus da cidade de Campinas, SP, no ano de 1998. Considerou-se uso pesado, o uso de drogas em 20 dias ou mais nos 30 dias que antecederam a pesquisa. Para análise estatística, utilizou-se a análise de regressão logística politômica - modelo logito, visando identificar fatores que influenciem este modo de usar drogas. RESULTADOS: O uso pesado de drogas lícitas e ilícitas foi de: álcool (11,9%, tabaco (11,7%, maconha (4,4%, solventes (1,8%, cocaína (1,4%, medicamentos (1,1%, ecstasy (0,7%. O uso pesado foi maior entre os estudantes da escola pública central, do período noturno, que trabalhavam, pertencentes aos níveis socioeconômicos A e B, e cuja educação religiosa na infância foi pouco intensa. CONCLUSÕES: Maior disponibilidade de dinheiro e padrões específicos de socialização foram identificados como fatores associados ao uso pesado de drogas em estudantes.

  10. Uso de drogas psicotrópicas por estudantes: prevalência e fatores sociais associados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Soldera Meire

    2004-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Determinar a prevalência do uso pesado de drogas por estudantes de primeiro e segundo graus em uma amostra de escolas públicas e particulares, e identificar fatores demográficos, psicológicos e socioculturais associados. MÉTODOS: Trata-se de um estudo transversal com uma técnica de amostragem do tipo intencional comparando-se escolas públicas de áreas periféricas e centrais e escolas particulares. Foi utilizado um questionário anônimo de autopreenchimento. A amostra foi constituída por 2.287 estudantes de primeiro e segundo graus da cidade de Campinas, SP, no ano de 1998. Considerou-se uso pesado, o uso de drogas em 20 dias ou mais nos 30 dias que antecederam a pesquisa. Para análise estatística, utilizou-se a análise de regressão logística politômica - modelo logito, visando identificar fatores que influenciem este modo de usar drogas. RESULTADOS: O uso pesado de drogas lícitas e ilícitas foi de: álcool (11,9%, tabaco (11,7%, maconha (4,4%, solventes (1,8%, cocaína (1,4%, medicamentos (1,1%, ecstasy (0,7%. O uso pesado foi maior entre os estudantes da escola pública central, do período noturno, que trabalhavam, pertencentes aos níveis socioeconômicos A e B, e cuja educação religiosa na infância foi pouco intensa. CONCLUSÕES: Maior disponibilidade de dinheiro e padrões específicos de socialização foram identificados como fatores associados ao uso pesado de drogas em estudantes.

  11. Fatores motivacionais para a prática de dança em meninas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Alfeu Santos

    2010-11-01

    Full Text Available A dança e uma importante aliada para que a crianças se desenvolva tanto física quanto psicologicamente, utilizando-se de meio prazerosos e divertidos para isso. Desta forma, tem-se como objetivo analisar os fatores motivacionais que levam meninas entre sete e dez anos a praticarem dança Jazz. Este estudo caracterizou-se como uma pesquisa qualitativa. A amostra foi composta por 10 crianças do sexo feminino integrantes de uma turma de jazz existente a dois anos em um clube social do município de Irati-PR, localizado no estado do Paraná. A escolha da turma foi intencional devido ao fato de ser a única na cidade. Os métodos utilizados como instrumentos de análise foram o inventário de motivação para prática desportiva da Gaya e Cardoso (1998 composto por 19 questões subdivididas em três categorias: competência despostiva, saúde, amizade/lazer, juntamente um diário escrito pelas próprias participantes da amostra. O programa Microsoft Excel 2oo7 foi empregado na análise estatística onde verificou-se a distribuição percentual das respostas.Os resultados indicaram que fatores relacionados a saúde são considerados de maior importância para as meninas,trechos do diário também relatam essa preocupação e mostram o gosto pela dança Jazz ,em oposição a isso fatores relacionados a amizade/lazer e a competência desportiva foram consideradas por elas como sendo de menor importância.

  12. Dieta habitual e fatores de risco para doenças cardiovasculares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cervato Ana Maria

    1997-01-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Estudo descritivo por amostragem em munícípio do Estado de São Paulo, Brasil, em 1990, com objetivo de analisar, mediante entrevistas domiciliares, a dieta habitual e fatores de risco para doenças cardiovasculares em indivíduos maiores de 20 anos. METODOLOGIA: Foram entrevistados 557 indivíduos, de idade entre 20 e 88 anos, que fazem parte de subamostra de um estudo global na região. A dieta habitual, identificada pelo histórico alimentar foi comparada às recomendações da OMS e os fatores de risco estudados (obesidade, dislipidemias, diabetes melito diagnosticados pelo Índice de Massa Corpórea e dosagens bioquímicas. RESULTADOS E CONCLUSÕES: Observou-se que 60% da população consome dieta com energia total abaixo da estimativa das necessidades e que a contribuição calórica dos carboidratos foi de 56%, dos lipídios de 29% e das proteínas de 15%. Entretanto, na análise por percentil, a contribuição calórica dos lipídios e das proteínas encontra-se muito acima dos padrões recomendados em detrimento dos carboidratos. A energia, distribuição calórica e quantidade de colesterol foi adequada em apenas 5% das dietas. Dentre os fatores de risco para doenças cardiovasculares estudados observou-se a prevalência de obesidade em 38% dos indivíduos, de dislipidemias em 26% e de diabetes melito em 5%. A atividade física leve preponderante com dieta inadequada, tanto em termos de qualitativos quanto quantitativos, agravam ainda mais esse quadro.

  13. Formação de redes de consultoria organizacional: o lugar especial dos fatores relacionais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Laura Braga

    Full Text Available As consultorias organizacionais têm-se multiplicado e influem cada vez mais o dia-a-dia das organizações. Em alguns mercados há amplos espaços para médias e pequenas empresas prestadoras desse serviço. Contudo, crescente necessidade de especialização, que torna as competências das consultorias restritas e suas estruturas enxutas, tem estimulado a formação de redes em que os consultores as completam e articulam. Para estudar esse campo, cujas peculiaridades ainda são desconhecidas, este artigo toma como referência a teoria de redes sociais, especialmente os fatores de sua formação. Procurou-se o relato dos próprios profissionais sobre eles, primeiro em um grupo de noventa deles, participantes de um survey on-line. Em seguida, os resultados foram comentados em profundidade por um grupo deles, mais experiente, reunidos. Enquanto os resultados se alinham, em geral, com os fatores presentes em redes de plena imersão social (GRANOVETTER 1973; 1985, destacam-se nesse caso a confiança pessoal no outro consultor - onde não se separa a competência técnica - e na empresa associada, e a expectativa de comportamento ético. Elas se traduzem em regras, mesmo não escritas, e suportam os demais fatores de formação e sustentação da rede.

  14. Avaliação dos fatores de risco cardiovasculares em uma população rural brasileira

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariana Santos Felisbino-Mendes

    2014-06-01

    Full Text Available Trata-se de um estudo transversal que avaliou indicadores de saúde cardiovascular em 863 indivíduos adultos residentes em comunidades rurais do Vale do Jequitinhonha, Minas Gerais, Brasil. Foram avaliados sete fatores, quatro comportamentais (dieta, atividade física, tabagismo e peso corporal e três biológicos (colesterol total, glicemia em jejum e pressão arterial, classificados em níveis ideal, intermediário e ruim. Considerando os fatores comportamentais os homens tiveram melhor desempenho (p = 0,01, sendo observado um maior número de homens com 2 e 3 fatores em níveis ideais (48,5 e 25,8%, respectivamente, em detrimento das mulheres (44,2 e 19,8%, respectivamente (p = 0,01. Por outro lado, as mulheres apresentaram maior número de fatores biológicos em níveis ideais (19,1% quando comparadas com os homens (7,9% (p < 0,001. Somente três (0,4% participantes apresentaram os sete fatores na categoria ideal. A prevalência dos indicadores em nível ideal foi muito baixa, demonstrando a urgência de estratégias visando melhorar a saúde cardiovascular desta população.

  15. Dieta habitual e fatores de risco para doenças cardiovasculares

    OpenAIRE

    Cervato Ana Maria; Mazzilli Rosa Nilda; Martins Ignez S.; Marucci Maria de Fátima N.

    1997-01-01

    INTRODUÇÃO: Estudo descritivo por amostragem em munícípio do Estado de São Paulo, Brasil, em 1990, com objetivo de analisar, mediante entrevistas domiciliares, a dieta habitual e fatores de risco para doenças cardiovasculares em indivíduos maiores de 20 anos. METODOLOGIA: Foram entrevistados 557 indivíduos, de idade entre 20 e 88 anos, que fazem parte de subamostra de um estudo global na região. A dieta habitual, identificada pelo histórico alimentar foi comparada às recomendações da OMS e os...

  16. Forma clínica e fatores de risco associados ao estrabismo na binocularidade visual

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Nice Araujo Moraes Rocha

    2016-02-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo: Identificar e analisar fatores de risco associados ao estrabismo, dados oftalmológicos e antecedentes pessoais e familiares. Métodos: Estudo prospectivo, descritivo e analítico realizado com 240 pacientes que consultaram pela primeira vez nos ambulatórios de estrabismo. Foram avaliadas a frequência e associação entre estrabismo, dados de exames oftalmológicos e antecedentes pessoais e familiares para identificação dos fatores de risco. Resultados: Observou-se maior prevalência de estrabismo em mulheres (56,96% em relação aos homens (43,02%. A faixa etária mais atendida no ambulatório de estrabismo foi composta de crianças até 15 anos de idade (83,54%. Encontrou-se mais esotropia (55,27% que exotropia (42,20% e parcela menor de estrabismo vertical isolado (2,53%. A prematuridade foi associada ao estrabismo convergente (p=0,023 e não ao divergente (p=0,086. O diabetes mellitus materno foi associado à esotropia (p=0,024 e exotropia (p=0,036 no filho, mas a hipertensão arterial materna, uso de medicamentos para hipertensão e diabetes durante a gravidez e drogas ilícitas não foram estatisticamente significativos. Pacientes com paralisia cerebral tiveram mais associação com exotropia (p=0,008 que esotropia (p=0,019. Malformações congênitas, consanguinidade entre os pais e traumas oculares não apresentaram associação estatisticamente significativa para o estrabismo. A maioria dos pacientes com estrabismo apresentou boa acuidade visual corrigida e fundoscopia normal. Na análise de proporções a hipermetropia foi mais frequente na esotropia (68,7%. Conclusão: Os fatores de riscos internos e externos podem interferir na formação e desenvolvimento do olho na fase de plasticidade ocular, com prejuízo da binocularidade visual, podendo resultar em estrabismo. Há divergências com relação aos fatores de risco realmente associados e mais estudos são necessários para a identificação.

  17. Fatores de risco para retinopatia diabética Risk factors for diabetic retinopathy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Cristina Boelter

    2003-01-01

    Full Text Available A retinopatia diabética (RD é uma complicação crônica do diabete melito (DM que, após 20 anos de duração de diabete melito, ocorre em 99% dos pacientes com diabete melito tipo 1 e em 60% dos pacientes com diabete melito tipo 2, sendo a principal causa de cegueira em adultos. Níveis de glicose e pressão arterial elevados, junto com longo tempo de duração do DM, são os principais fatores de risco. Os fatores de risco para retinopatia diabética podem ser classificados como genéticos e não genéticos, onde estão incluídos aqueles relacionados ou não ao diabete melito, ambientais e oculares. O controle dos fatores de risco conhecidos e o tratamento adequado são a principal base do manejo da retinopatia diabética. O objetivo desta revisão é fornecer ao oftalmologista uma informação atualizada destes fatores, com ênfase no aspecto preventivo de perdas visuais no paciente com diabete melito.Diabetic retinopathy (DR is a chronic complication of diabetes mellitus (DM. After 20 years of diabetes duration Diabetic retinopathy, occurs in 90% of the type 1 diabetes mellitus patients and in 60% of the type 2 diabetes mellitus patients, being the main cause of blindness in adults. High glicemia and blood pressure levels, along with the long diabetes mellitus duration, are the main risk factors for diabetes mellitus Diabetic retinopathy. Other factors can also be associated with the loss of vision that occurs in diabetes mellitus. The risk factors can be classified as genetical or non-genetical, the latter including factors related or not to diabetes mellitus, environmental and ocular. Control of the known risk factors and effective treatment are the main basis of the Diabetic retinopathy management. The aim of this review is to provide to the ophthalmologist an up to date information of these factors, with emphasis in the preventive aspects of the visual loss in the patients with diabetes mellitus.

  18. Prevalência e fatores associados ao sedentarismo em adolescentes de área urbana

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Helena Klee Oehlschlaeger

    2004-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Determinar a prevalência e fatores associados ao sedentarismo em adolescentes residentes em uma área urbana. MÉTODOS: Realizou-se estudo transversal em uma amostra representativa de 960 adolescentes com idades entre 15 e 18 anos, em 2002, em Pelotas, Estado do Rio Grande do Sul. Os dados foram coletados por meio de um questionário anônimo e auto-aplicado. Foi definindo como sedentário o adolescente que participava de atividades físicas por um tempo menor do que 20 minutos diários e uma freqüência menor do que três vezes por semana. Variáveis sociodemográficas e comportamentais foram avaliadas. Para as comparações entre proporções, utilizou-se o teste do qui-quadrado, e para a análise multivariada, a regressão de Poisson com ajuste robusto para as variâncias. Foi feito controle para efeito de delineamento. RESULTADOS: Foram entrevistados 960 adolescentes, dos quais 39% foram considerados sedentários. As meninas foram mais sedentárias do que os meninos, 2,45 (IC 95% 2,06-2,92. Os adolescentes das classes sociais mais baixas foram mais sedentários, 1,35 (IC 95% 1,06-1,72. Escolaridade inferior a quatro anos de estudo do adolescente 1,30 (IC 95% 1,01-1,68 e da mãe 1,75 (IC 95% 1,31-2,23 apresentaram maior risco para o sedentarismo. Após controle para possíveis fatores de confusão, mostrou-se também positiva a associação entre o sedentarismo e a presença de transtornos psiquiátricos menores e relação inversa, fator de proteção para os sexualmente ativos 0,84 (IC 95% 0,71-0,99. CONCLUSÕES: Ser do sexo feminino, pertencer à classe social baixa, ter uma baixa escolaridade e ser filho de mãe com baixa escolaridade são fatores associados ao sedentarismo.

  19. Exposição ao álcool entre escolares e fatores associados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Deborah Carvalho Malta

    2014-02-01

    Full Text Available OBJETIVO : Analisar a prevalência de consumo de álcool entre escolares adolescentes e identificar fatores individuais e contextuais associados. MÉTODOS : Estudo baseado em dados da Pesquisa Nacional de Saúde Escolar (PeNSE, com amostra de 59.699 escolares do 9º ano, residentes nas capitais brasileiras e no Distrito Federal, em 2009. A associação entre consumo regular de álcool e as variáveis explicativas independentes foi medida utilizando-se o teste Qui-quadrado de Pearson com nível de significância de 0,05. As variáveis explicativas foram classificadas em quatro categorias (sociodemográficas, contexto escolar e familiar, fatores de risco e fatores de proteção. As análises multivariadas foram feitas por categoria, ajustadas por idade e sexo. As variáveis com p ≤ 0,10 foram inseridas no modelo final de análise multivariada. RESULTADOS : O maior consumo de álcool nos últimos 30 dias esteve independentemente associado a escolares: com 15 anos (OR = 1,46 ou mais, do sexo feminino (OR = 1,72, de cor branca, filhos de mães com maior escolaridade, que estudam em escola privada, que experimentaram tabaco (OR = 1,72 e drogas (OR = 1,81, que têm consumo regular de tabaco (OR = 2,16 e que já tiveram relação sexual (OR = 2,37. Os fatores relativos à família foram: faltar às aulas sem o conhecimento dos pais (OR = 1,49, pais não saberem o que escolares fazem no tempo livre (OR = 1,34, fazer menor número de refeições com os pais (OR = 1,22, relato de que os pais não se importariam se chegassem bêbados em casa (OR = 3,05, ou se importariam pouco (OR = 3,39, e ter sofrido violência doméstica (OR = 1,36. CONCLUSÕES : Os resultados confirmam a importância de considerar o álcool na adolescência como um fenômeno complexo, multifatorial e socialmente determinado.

  20. Fatores preditores e associados à satisfação dos estudantes de enfermagem

    OpenAIRE

    Hirsch, Carolina Domingues; Barlem, Edison Luiz Devos; Barlem,Jamila Geri Tomaschewski; Silveira, Rosemary Silva da; Mendes,Daniel Pinho

    2015-01-01

    Resumo Objetivo Identificar os preditores e fatores associados à satisfação dos estudantes de enfermagem com as atividades de currículo e ensino, interação social/profissional e ambiente de aprendizagem do curso de graduação. Métodos Estudo transversal, realizado com 123 estudantes de enfermagem de uma universidade pública. O instrumento de pesquisa foi o Nursing Student Satisfaction Scale. Para a análise dos dados foi utilizada a estatística descritiva, análise de variância e análise de ...

  1. Fatores de risco em cirurgias de cabeça e pescoço

    OpenAIRE

    Oliveira,Benedito Valdecir de; Ramos,Gyl Henrique Albrecht; Hilgenberg,Andrea; Tomasich, Flávio Daniel Saavedra; Pedruzzi,Paola Andrea Galbiatti; Yamanouchi,Clarice Nana

    1998-01-01

    Os estudos publicados quanto aos exames pré-operatórios mostram-se controversos e poucos abordam os riscos especificamente em cirurgias de cabeça e pescoço. O objetivo deste estudo foi identificar fatores de risco em cirurgia de cabeça e pescoço para, a partir destes, estabelecer uma rotina pré-operatória racionalizada que permita identificar o grupo de pacientes mais afetados e diminuir as taxas de complicação e mortalidade. Foram avaliados em 17 meses, 382 pacientes submetidos a cirurgia de...

  2. Fatores associados à violência por parceiro íntimo em mulheres brasileiras

    OpenAIRE

    d'Oliveira, Ana Flávia Pires Lucas; Schraiber,Lilia Blima; França-Junior,Ivan; Ludermir,Ana Bernarda; Portella,Ana Paula; Diniz,Carmen Simone; Couto,Márcia Thereza; Valença, Otávio

    2009-01-01

    OBJETIVO: Estimar a prevalência e os fatores associados à violência física e/ou sexual por parceiro íntimo em diferentes contextos socioculturais. MÉTODOS: Estudo transversal, participante do WHO Multi-country Study on Women's Health and Domestic Violence against women, com amostra representativa de mulheres no município de São Paulo e Zona da Mata de Pernambuco, região com normas mais tradicionais de gênero. Foram entrevistadas no domicílio 940 mulheres de São Paulo e 1.188 da Zona da Mata, ...

  3. Fatores associados à atividade física insuficiente no lazer entre idosos

    OpenAIRE

    Saulo Vasconcelos Rocha; Maura Maria Guimarães de Almeida; Tânia Maria Araújo; Loiamara Barreto Santos; Wisla Keile Medeiros Rodrigues

    2013-01-01

    INTRODUÇÃO: As modificações estruturais e funcionais observa-das no envelhecimento, associadas ao sedentaris-mo, aceleram o declínio da capacidade funcional. OBJETIVO: Analisar os fatores associados à atividade física insuficiente no lazer entre idosos. MÉTODOS: Estudo transversal com amostra constituída de 562 indivíduos residentes no município de Feira de Santana, BA, 69,6% do sexo feminino e 30,4% do sexo masculino com média de idade de 68,93 ± 7,05 anos. Foi utilizado um formulário conten...

  4. Diabetes Mellitus tipo 1: controle glicêmico e fatores de risco cardiovasculares em adultos

    OpenAIRE

    GONÇALVES, Alessandra Rocha

    2012-01-01

    Objetivo: Avaliar o estado nutricional, o controle glicêmico e a prevalência dos fatores de risco cardiovasculares em pacientes adultos com diabetes mellitus tipo 1 (DM1), atendidos no ambulatório de nutrição e endocrinologia do Hospital Geral de Goiânia (HGG). Metodologia: Estudo transversal, realizado entre março e agosto/2011, cujos critérios de inclusão foram: diagnóstico consolidado da doença há pelo menos seis meses, idade maior ou igual a dezenove anos e menor que ses...

  5. Fatores de risco criminal e competências emocionais em ofensores

    OpenAIRE

    2015-01-01

    Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde, Núcleo de Psicoterapia Cognitiva-Comportamental e Integrativa), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2015 Por forma a compreender parte da génese do comportamento criminal, propõem-se explorar os fatores de risco criminal, alexitimia e regulação emocional numa população de ofensores. O presente estudo contou com 92 participantes reclusos (dos quais 30 condenados por crimes contra a autodeterminação sexual, 3...

  6. Mecanismos e fatores associados aos sintomas gastrointestinais em pacientes com diabetes melito

    OpenAIRE

    Mônica Loureiro Celino Rodrigues; Maria Eugênia Farias Almeida Motta

    2012-01-01

    OBJETIVOS: Apresentar a frequência, os principais fatores causadores dos sintomas gastrointestinais em pacientes portadores do diabetes melito e controvérsias quanto à sua ocorrência em crianças e adolescentes. FONTES DOS DADOS: Revisão não sistemática nas bases de dados MEDLINE/PubMed e SciELO (1983-2011), além de capítulos de livros relevantes. Foram selecionados os artigos mais atuais e representativos do tema. SÍNTESE DOS DADOS: A prevalência do diabetes melito vem aumentando ao longo dos...

  7. Influenza pandêmica A (H1N1) 2009: fatores de risco para o internamento

    OpenAIRE

    2012-01-01

    OBJETIVO: Avaliar os aspectos da influenza pandêmica A (H1N1) 2009 em pacientes hospitalizados a fim de identificar os fatores de risco para o internamento e, consequentemente, para o agravamento da doença. MÉTODOS: Estudo observacional e retrospectivo realizado entre março e dezembro de 2010. Os dados foram coletados a partir do Sistema Nacional de Agravos de Notificação do Ministério da Saúde. Foram incluídos somente os pacientes hospitalizados e não hospitalizados com confirmação laborator...

  8. Fatores associados à anemia em lactentes nascidos a termo e sem baixo peso

    OpenAIRE

    Netto,Michele Pereira; Rocha,Daniela da Silva; Sylvia do Carmo Castro FRANCESCHINI; Lamounier, Joel Alves

    2011-01-01

    OBJETIVO: Investigar os fatores envolvidos na gênese da anemia ferropriva em lactentes. MÉTODOS: Trata-se de um estudo transversal, no qual foram avaliadas 104 crianças no segundo ano de vida, que nasceram a termo e sem baixo peso, no município de Viçosa, Minas Gerais. Foi aplicada entrevista aos pais, realizado recordatório 24 horas e avaliação antropométrica. Os exames laboratoriais foram eritrograma, ferritina e retinol sérico. O estudo foi aprovado pelos Comitês de Ética com seres humanos...

  9. Expressão local do fator de necrose tumoral alfa na ruptura prematura de membranas

    OpenAIRE

    Roveran,Valquíria; SILVA, Maria Antonieta Longo Galvão; Yamano,Lucia; Rodrigues,Lilian de Paiva; Vasquez,Mônica Lopez; Piato, Sebastião

    2009-01-01

    OBJETIVO: comparar a expressão do fator de necrose tumoral alfa (TNF-α) em membranas ovulares com ruptura prematura (RPM) e com ruptura oportuna das mesmas; verificar a associação entre a expressão do TNF-α em membranas ovulares e o grau de corioamnionite das mesmas e correlacionar a expressão do TNF-α e o tempo de ruptura das membranas. MÉTODOS: foram analisadas as membranas ovulares de 31 parturientes com RPM, com idade gestacional acima de 34 semanas, e de 14 parturientes co...

  10. Fatores que interferem na sexualidade de idosos: uma revisão integrativa

    OpenAIRE

    Danielle Lopes de Alencar; Ana Paula de Oliveira Marques; Márcia Carréra Campos Leal; Júlia de Cássia Miguel Vieira

    2014-01-01

    O objetivo deste artigo é analisar as evidências científicas que abordam os fatores que interferem na sexualidade de idosos. A busca ocorreu em pares, de forma on-line, sendo incluídos artigos originais que estivessem na língua portuguesa, inglesa ou espanhola e respondessem ao objetivo do estudo e com publicação no período de 2006 a outubro de 2011. Teve por Base de dados: Medline, Lilacs, CIDSAÚDE e BDENF, sendo utilizados como descritores: sexua...

  11. Influencia de fatores psicossociais na cessacao do tabagismo: evidencias longitudinais no Estudo Pro-Saude

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudia S Lopes

    2013-08-01

    Full Text Available OBJETIVO Analisar a incidência de cessação de tabagismo e sua associação com fatores psicossociais. MÉTODOS Foram analisados dados de três fases consecutivas do Estudo Pró-Saúde, estudo longitudinal entre funcionários técnico-administrativos de uma universidade no Rio de Janeiro, Brasil. Os critérios de inclusão foram ter participado das Fases 1 e 3 e ser fumante na linha de base (Fase 1 – 1999. Foram excluídos indivíduos que, no seguimento (Fase 3 – 2007, tinham parado de fumar há menos de um ano. A população final de estudo foi composta de 661 funcionários (78% dos elegíveis. Os riscos relativos (RR da cessação do tabagismo foram avaliados pelo modelo de regressão de Poisson com variância robusta. RESULTADOS A incidência acumulada de cessação do fumo em oito anos de seguimento foi de 27,7%. Entre os fatores psicossociais avaliados, ausência de experiência de violência física apresentou-se associada à maior cessação de tabagismo na análise multivariada (RR = 1,67; IC95% 1,09;2,55. CONCLUSÕES A incidência de cessação de tabagismo foi alta, e o fato de não terem sido encontradas associações com a maioria dos fatores avaliados sugere que grande parte do efeito encontrado seja decorrente do impacto relativamente homogêneo das políticas públicas implementadas no Brasil nas últimas décadas. A associação encontrada entre ausência de exposição à violência e maior incidência de cessação de tabagismo aponta para a importância desse fator nas políticas de controle do tabagismo.

  12. Fatores parentais que influenciam as atitudes do adolescente face à sexualidade

    OpenAIRE

    Salgueiro, Elisa Maria Fernandes

    2015-01-01

    Dissertação de Mestrado em Enfermagem de Saúde Materna e Obstetrícia Introdução: A adolescência constitui, por si, o momento inicial de exploração e experimentação de vivências ligadas à intimidade e sexualidade, tornando este um grupo vulnerável. Sendo no seio familiar que o adolescente experimenta os primeiros relacionamentos afetivos e com eles desenvolve capacidades para adquirir autonomia e definir a sua identidade, torna-se, importante, perceber os fatores familiares que podem estar ...

  13. Fatores associados à dislipidemia em crianças de 4 a 7 anos de idade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Taís Cristina Araújo Magalhães

    2015-02-01

    Full Text Available Objetivo: Avaliar o perfil lipídico e fatores associados à dislipidemia em crianças. Métodos: Estudo transversal que avaliou crianças de 4 a 7 anos acompanhadas nos primeiros meses de vida por um Programa de Extensão da Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais. Foram consideradas as dosagens de colesterol total, lipoproteína de alta densidade, lipoproteína de baixa densidade e triglicerídeos. Foram estudadas variáveis possivelmente associadas ao perfil lipídico, sendo elas variáveis maternas, sociodemográficas e aquelas associadas à criança. Foram realizadas análises bivariada e multivariadas, sendo as últimas por meio de regressão logística múltipla. Resultados: A amostra foi constituída por 185 crianças, de ambos os sexos. Observou-se que 46,5% (n=86 apresentaram valores aumentados de colesterol total, 9,2% (n=17 de lipoproteína de baixa densidade e 4,9% (n=9 de triglicerídeos. Com relação à lipoproteína de alta densidade, 35,1% (n=65 apresentaram valores abaixo do desejável. Demonstrou associação independente com o perfil lipídico das crianças a renda per capita, escolaridade materna e idade materna (associando-se à lipoproteína de baixa densidade e o excesso de peso, que se associou a maiores prevalências de alterações em triglicerídeos. Conclusão: Foram observadas altas prevalências de dislipidemias. Condições sociodemográficas e estado nutricional demonstraram influenciar, também em crianças, a ocorrência de dislipidemias, as quais são citadas como fatores de risco para as doenças cardiovasculares. Revela-se a importância de se estudar esses fatores desde a infância, realizando-se estudos com outras faixas etárias que verifiquem a prevalência e fatores associados, de forma a promover o cuidado com a saúde desse grupo populacional.

  14. fatores associados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jenny Karol Gomes Sato Sgobero

    2015-01-01

    Full Text Available Identificar algunos factores asociados a la violencia física por compañero íntimo en el embarazo. Estudio trasversal con 358 pu érperas habitantes del municipio de Maringá (Paraná, Brasil, atendidas por el Sistema Único de Salud, en el que se utilizó el instrume nto World Health Organization Violence Against Women. El análisis de asociación se realizó por medio del Odds Ratio (OR. La prevalencia de la violencia física por compañero íntimo en el embarazo fue de 7,5%, siendo mayor entre las multigestas (89%; OR = 6,3; p<0,001. Hubo asociación significativa de la violencia física por compañero íntimo en el embarazo con no tener religión (OR = 3,1; p = 0,008, haber fumado en el embarazo (OR = 2,7, p = 0,025 y haber tenido hijo de otra pareja (OR = 3,4; p = 0,011. En relación con las características de la pareja, hubo asociación con el no haber trabajado durante el embarazo OR = 8,2; p<0,001 y el uso de drogas ilícitas (OR = 3,1, p = 0,0 31. Los profesionales de salud que atienden en el prenatal deben investigar posibles ocurrencias de violencia física en el embarazo, so bre todo en mujeres multigestas, y ofrecer atención multidisciplinaria extensiva a la familia, desde la planeación hasta el cuidado psicosocial.

  15. Prematuridade dos recém-nascidos em Porto Alegre e seus fatores associados.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Talu Haubert da Silva

    2015-09-01

    Full Text Available Este estudo tem o objetivo de encontrar os fatores associados à prematuridade nos nascidos vivos em Porto Alegre, no ano de 2008, e estimar a prevalência da prematuridade nos anos de 2001 a 2008. Trata-se de um estudo transversal utilizando os dados do SINASC (Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos de Porto Alegre. Foram realizados os testes qui-quadrado e de tendência linear de Wald entre a variável dependente (prematuridade e as independentes. Para verificar a associação dos fatores estudados à prematuridade, realizou-se a análise de regressão de Poisson. Verificou-se que a prematuridade, em Porto Alegre, vem aumentando e, em 2008, foi de 9,9%. O risco de nascimento prematuro aumentou, em proporção inversa à do número de consultas de pré-natal (quanto menos consultas, maior o risco da prematuridade, e em mães com idade superior a 40 anos e naquelas submetidas ao parto cesáreo. Assim é possível indicar que o incentivo ao pré-natal e o desestímulo ao parto cesariano eletivo podem diminuir a prematuridade. Ainda é importante realizar mais pesquisas utilizando os bancos de dados disponíveis para indicar suas limitações e melhorar a qualidade dessas informações.

  16. Interação de fatores riscos em tuberculose Interaction of factors on pulmonary tuberculosis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antônio Ruffino-Netto

    1979-06-01

    Full Text Available Estudou-se o possível sinergismo dos fatores alcoolismo e tabagismo na tuberculose pulmonar, a partir de dados de um estudo caso-controle onde 854 pessoas foram entrevistadas (sendo 427 casos-pacientes portadores de tuberculose pulmonar e 427 controles e questionadas quanto ao hábito de ingestão alcoólica e o de fumar em períodos precedendo ao diagnóstico da doença. Concluiu-se que existe pequena interação destes fatores na tuberculose pulmonar; o hábito de fumar estaria relacionado com a doença tuberculose através de sua associação com a ingestão de bebidas alcoólicas.A case-control study was made of the possible synergetic effect of smoking and alcohol drinking on pulmonary tuberculosis. Analysis of the results of 854 interviews showed that there is little interactive effect in the multiplicative sense (synergism between these factors and pulmonary tuberculosis. It is suggested that the habit of smoking may be related to pulmonary tuberculosis only through its association with that of alcohol drinking.

  17. Atitudes e Fatores que Influenciam o Consumo de Produtos Orgânicos no Varejo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Rossetto Rodrigues

    2010-03-01

    Full Text Available O mercado de produtos orgânicos vem crescendo graças à preocupação de consumidores com uma alimentação mais saudável e às pressões do mercado para utilização de meios de produção mais sustentáveis. No Brasil, os produtos orgânicos também se configuram como uma tendência. O presente artigo visa identificar os fatores que influenciam o consumo desses produtos em Ribeirão Preto, São Paulo. Para tanto, foca sua análise nos consumidores de produtos orgânicos que optam pelo supermercado como ponto de venda. Empregou-se dois métodos de pesquisa. No primeiro, utilizou-se a pesquisa exploratória e, no segundo, a pesquisa descritiva, mais especificamente o survey. A análise estatística dos dados utilizou a técnica de análise fatorial. Os resultados mostraram que os fatores que levam ao consumo de produtos orgânicos são egocêntricos. Além disso, verificou-se que os consumidores sentem que existem barreiras comerciais que dificultam a compra desses produtos. DOI: 10.5585/remark.v8i1.2131

  18. FINANÇAS COMPORTAMENTAIS: FATORES QUE INFLUENCIAM OS CONSUMIDORES NA HORA DA COMPRA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wenner Glaucio Lopes Lucena

    2011-07-01

    Full Text Available Este trabalho objetiva estabelecer as principais influências comportamentais dos consumidores na hora da compra nas lojas da cidade de Caruaru-PE. A pesquisa foi realizada com consumidores da cidade de Caruaru-PE, no North Shopping, antigo Shopping Caruaru, e no centro da cidade. A amostra dessa pesquisa foram 200 consumidores. Apresentando os seguintes resultados: 50% do público declaram ser o preço o fator determinante ao escolher um produto, quando a qualidade do produto não está em questão. No que diz respeito a satisfazer as necessidades de auto-estima, o status da marca é fator decisivo de influência, com 23% das opiniões. Pela pesquisa aplicada, constata-se que, com 31% do total, o sábado é o dia preferido para fazer compras, pela maior disponibilidade de tempo, de produtos ofertados, quer seja no comércio, nas feiras livres ou nos shoppings da cidade. E há a possibilidade de contar com companhia de terceiros, tornando o ato do consumo mais atrativo. Diante de tudo que foi estudado e analisado nesta pesquisa, concluí-se que o comportamento do consumidor deve ser estudado por todos que ofertem algum produto ou serviço. Uma vez que o mesmo é determinante na decisão de compra e no sucesso de uma empresa.

  19. Warfarina: fatores que influenciam no índice de normatização internacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ticiane C. G. F. Campanili

    2008-12-01

    Full Text Available O tratamento com Warfarina reduz a capacidade de coagulação do sangue, sendo acompanhado laboratorialmente pelo tempo de protrombina expresso como no índice de normatização internacional(INR. Fatores socioeconômicos, culturais e a terapêutica podem influenciar os resultados. Objetivo: caracterizar pacientes em uso de Warfarina e identificar fatores que colaboraram para o INR permanecer fora da faixa terapêutica (INR 3,0. Estudo descritivo exploratório utilizando instrumento de coleta de dados, com as variáveis: caracterização do paciente, uso da Warfarina e sua forma de utilização, hábitos alimentares, atividade física, controle do INR. Amostra foi de 38 pacientes que recebiam Warfarina há trinta dias com INR fora da faixa terapêutica. Os pacientes apresentavam hábitos alimentares inadequados, interação medicamentosa da Warfarina com antibióticos e antiarrítmicos e adesão prejudicada ao tratamento.

  20. Idosos vítimas de trauma: análise de fatores de risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Rodrigues

    2012-12-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi identificar fatores de risco para o trauma em idosos a partir de abordagem quantitativa e transversal, utilizando análise de regressão logística. Foi realizado no pronto-socorro de dois hospitais da cidade de Curitiba-PR. Foram entrevistados 261 idosos, sendo 56,7% mulheres e 43,3% homens. A idade variou de 60 a 103 anos, com maior concentração em idosos menores de 70 anos (44,8%. Os mecanismos de trauma mais frequentes foram: queda (75,9%, atropelamento (9,6%, trauma direto (5,4% e acidente automobilístico (3,8%. A análise multivariada permitiu afirmar que, o gênero feminino, a presença de cuidador, medicação de uso contínuo e problemas auditivos aumentam significativamente a probabilidade de trauma por queda. Problemas de visão sem uso de óculos e idosos com renda de até três salários mínimos tendem a ter maior probabilidade de trauma por queda. Os fatores que mais interferem no trauma em idosos podem, se avaliados durante a consulta de enfermagem, possibilitar ações de saúde para a sua prevenção.

  1. Fatores de risco para a coluna: avaliação em consulta de enfermagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Edla de Oliveira Bringuente

    1997-09-01

    Full Text Available O presente trabalho teve como propósito estudar os fatores de risco que afetam a pessoa com dor na couna, identificando-os e implementando uma proposta de intervenção, composta de um programa de educação à saúde, fundamentado no ensino do autocuidado, pressupostos filosóficos humanista-existenciais e abordagens equalizadoras do estresse, dentre elas, atividades reintegradoras músculo-esqueléticas, técnicas básicas de equalízação do estresse e massagens. Foi desenvolvido junto a uma população de 42 clientes, tendo sido utilizados na coleta de dados dois instrumentos que integraram o protocolo de consultas de enfermagem. Os resultados demonstraram a existência de fatores de risco associados e modificáveis mediante programas de educação à saúde. O processo avaliativo contribuiu para que se tivesse uma visão das medidas terapêuticas, utilizando nessa abordagem cuidados não convencionais, contribuindo, outrossim, na melhoria da qualidade de vida desses clientes.

  2. Estresse ocupacional na administração pública Brasileira: quais os fatores impactantes?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Moises Balassiano

    2011-06-01

    Full Text Available Neste artigo é examinado o estresse ocupacional no ambiente organizacional da administração pública brasileira. Na recensão teórica, são indicados os principais estressores organizacionais apontados na literatura especializada e identificados efeitos destes estressores sobre a saúde e o desempenho do indivíduo. A pesquisa empírica utilizou dados de uma investigação realizada com base em uma amostra de 242 servidores públicos federais. Na identificação dos estressores e dos sintomas de estresse, bem como a forma como eles se relacionam, foi utilizado um modelo de equações estruturais (SEM. Com base nesse modelo, foram identificados três tipos de estressores ambientais: emoção, social e mobilidade, na forma percebida pelos servidores. Foram também identificados dois tipos de estresse: o psicológico e o fisiológico. Os resultados revelam que apenas o fator emocional presente no ambiente de trabalho nas organizações públicas influencia o estresse ocupacional psicológico, entre os fatores estudados. Espera-se que os resultados possam contribuir para orientar gestores públicos a criar um ambiente propício ao trabalho, com melhor qualidade de vida, gerando condições favorecedoras a altos padrões de produtividade na administração pública brasileira.

  3. Prevalência e fatores associados a acidentes de trabalho em zona rural

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fehlberg Marta Fernanda

    2001-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar a ocorrência de acidentes do trabalho, na zona rural, e sua associação com alguns fatores de risco. MÉTODOS: O estudo foi realizado na zona rural do município de Pelotas, RS. O delineamento do estudo foi transversal de base populacional. Uma amostra representativa dos trabalhadores rurais foi obtida por meio de amostragem, em estágios múltiplos, utilizando-se os setores censitários da Fundação IBGE. As entrevistas foram realizadas em um período de quatro meses, utilizando-se questionários padronizados e pré-codificados. Os 580 trabalhadores entrevistados pertenciam a 258 famílias da zona rural. RESULTADOS E CONCLUSÕES: A prevalência de acidentes encontrada foi de 11%. Os fatores de risco associados à maior ocorrência de acidentes, na análise multivariada, foram a classe social mais baixa (OR=1,81, a cor não-branca (OR=3,50 e a insatisfação com o trabalho realizado (OR=2,77.

  4. Fatores associados a acidentes de trabalho envolvendo trabalhadores informais do comércio

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcela Andrade Rios

    2015-06-01

    Full Text Available O estudo objetivou estimar a incidência de acidentes de trabalho não fatais sobre trabalhadores informais do comércio e analisar os fatores associados a esses eventos quanto aos aspectos sociodemográficos, ocupacionais, condições laborais e de saúde. Realizou-se estudo transversal com 434 trabalhadores em área comercial do Município de Jequié, Bahia, Brasil, em 2013. A regressão logística foi utilizada para avaliar os possíveis fatores associados ao acidente. Estimou-se a incidência de acidentes de trabalho (nos últimos 12 meses em 32,3%, e a análise multivariada revelou maior chance de ocorrência de acidente entre trabalhadores do sexo masculino (OR = 1,61, jovens (OR = 4,62, comerciantes de carnes/frangos (OR = 9,55 e aqueles que apresentam alto esforço físico (OR = 1,71. Com a análise dos resultados, verifica-se a necessidade de políticas públicas voltadas para a prevenção de acidentes no setor informal comércio.

  5. Fatores relacionados com a prática da episiotomia no Brasil: revisão de literatura

    OpenAIRE

    Rafael Cleison Silva dos Santos; Rodrigo Gomes dos Santos

    2016-01-01

    Este trabalho teve como finalidade apresentar os fatores relacionados com a prática da episiotomia, no Brasil, estudados na literatura. Realizou-se uma revisão, mediante a seleção de artigos na Biblioteca Virtual de Saúde e a amostra final foi composta por oito estudos primários. Os fatores relacionados com a prática da episiotomia mais analisados pelos estudos brasileiros foram: condições maternas (idade, escolaridade, paridade, episiotomia anterior, rigidez perineal, altura do períneo); con...

  6. Bruxismo noturno em crianças de 8 a 10 anos de idade: fatores psciológicos associados

    OpenAIRE

    Drumond,Clarissa Lopes

    2014-01-01

    Justificativa: considerando-se que a etiologia do bruxismo noturno ainda não foi completamente esclarecida, torna-se necessário o desenvolvimento de estudos de base populacional que permitam a identificação dos fatores associados a esta desordem. Objetivo: verificar a prevalência e os fatores associados ao bruxismo noturno em escolares brasileiros de 8 a 10 anos de idade. Métodos: realizou-se um estudo transversal com uma amostra representativa de 473 escolares, matriculados em escolas públic...

  7. Micropuntura com fatores de crescimento no tratamento de estrias abdominais: um estudo experimental acerca da biomedicina est??tica

    OpenAIRE

    Cosme, Larissa Veloso

    2015-01-01

    A micropuntura ?? uma t??cnica que promove a estimula????o da pele com derm??grafo e cosm??ticos apropriados iniciando um processo inflamat??rio. Os Fatores de Crescimento s??o respons??veis por iniciar o processo de cicatriza????o, fazendo com que haja a substitui????o do tecido danificado por um tecido novo. O presente estudo objetivou analisar se a micropuntura com fatores de crescimento (EGF e IGF) ?? eficaz para o tratamento de estrias abdominais. Tratou ??? se de um estud...

  8. Fatores motivadores e higiénicos da satisfação/motivação no trabalho

    OpenAIRE

    Vieira, Cristiana Filipa de Jesus

    2012-01-01

    Neste trabalho pretende-se compreender se o modelo de motivação-higiene de Frederick Herzberg explica a motivação dos colaboradores na Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda e na Matcerâmica e se os fatores motivadores e higiénicos são contingentes de variáveis como o género, a antiguidade e o nível de escolaridade. Verifica-se que o fator reconhecimento parece contrariar a teoria de Herzberg, pois contribui mais para a desmotivação dos colaboradores do que para a ...

  9. Fatores motivadores e higiénicos da satisfação/motivação no trabalho

    OpenAIRE

    Vieira, Cristiana Filipa de Jesus

    2012-01-01

    Neste trabalho pretende-se compreender se o modelo de motivação-higiene de Frederick Herzberg explica a motivação dos colaboradores na Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda e na Matcerâmica e se os fatores motivadores e higiénicos são contingentes de variáveis como o género, a antiguidade e o nível de escolaridade. Verifica-se que o fator reconhecimento parece contrariar a teoria de Herzberg, pois contribui mais para a desmotivação dos colaboradores do que para a ...

  10. Fator de desconto estocástico no mercado acionário brasileiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André Borges Catalão

    2006-09-01

    Full Text Available Este trabalho implementa as fronteiras de variância mínima para o fator de desconto estocástico, conforme Hansen e Jagannathan (1991 e Cochrane e Hansen (1992, no mercado acionário brasileiro. São consideradas duas abordagens em termos dos retornos das ações e dos prêmios das ações: o Equity Premium Puzzle e o Low Interest Rate Puzzle em face destas metodologias. Adicionalmente, aplicamos o teste econométrico de Burnside (1994 nestes casos. Verificamos que a primeira abordagem produz um fator de desconto estocástico inválido no caso brasileiro. Por outro lado, a formulação com base no prêmio, conforme Cochrane e Hansen (1992, não invalida o fator de desconto estocástico. Assim, não identificamos estes dois puzzles no mercado acionário brasileiro. De fato, o chamado "equity premium puzzle" tem que satisfazer estes dois critérios. Neste sentido, este puzzle não se verifica no mercado acionário brasileiro.This article implements the minimum variance frontier for the stochastic discount factor, according to both Hansen and Jagannathan (1991 and Cochrane and Hansen (1992, for the Brazilian stock market. Two approaches are considered in terms of equity returns and equity premium, respectively, the Equity Premium Puzzle and the Low Interest Rate Puzzle. Furthermore, we apply also the econometric test of Burnside (1994 in these approaches. The criteria based on equity return results in an invalid discount factor. On the other hand, the approach using the equity premium, according to Cochrane and Hansen (1992, does not reject the discount factor. Thus, we do not corroborate these two puzzles for the Brazilian equity market. In fact, the equity premium puzzle has to satisfy both criterias above. Thus, in these sense this puzzle does not happen in the Brazilian stock market.

  11. Fatores de risco para mortalidade hospitalar nas reoperações valvares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    BRANDÃO Carlos Manuel de Almeida

    2002-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar fatores de risco para mortalidade hospitalar em reoperações valvares. MÉTODO: Foi realizada análise prospectiva de 194 pacientes submetidos a reoperações valvares no período entre julho de 1995 e junho de 1999. As variáveis estudadas foram: sexo, idade, classe funcional, número e tipo de operações prévias, intervalo entre as operações, caráter da operação, creatinina sérica, fração de ejeção do ventrículo esquerdo, diâmetros diastólico e sistólico do ventrículo esquerdo, pressão sistólica de ventrículo direito, atividade de protrombina, relação do tempo de tromboplastina parcial ativada, contagem de plaquetas, tempo de circulação extracorpórea, tempo de pinçamento aórtico, posição e número de valvas, tipo de procedimento, operações associadas e volume de sangramento intra-operatório. Análise univariada e multivariada foi realizada para determinar os fatores de risco para mortalidade hospitalar. RESULTADOS: A mortalidade hospitalar foi de 8,8% (17 pacientes. A análise univariada identificou as seguintes variáveis associadas a maior mortalidade: classe funcional avançada, fração de ejeção do ventrículo esquerdo baixa, atividade de protrombina baixa, creatinina elevada, tempo de circulação extracorpórea prolongado, tempo de pinçamento aórtico prolongado, procedimentos associados e volume de sangramento intra-operatório elevado. Na análise multivariada foram significativas: classe funcional IV, creatinina > 1,5 mg/dl e tempo de circulação extracorpórea > 120 minutos. CONCLUSÕES: As variáveis classe funcional IV, creatinina > 1,5 mg/dl e tempo de circulação extracorpórea > 120 minutos são fatores de risco independentes para mortalidade hospitalar nas reoperações valvares.

  12. Fatores associados aos sintomas depressivos em idosos: estudo EpiFloripa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucelia Justino Borges

    2013-08-01

    Full Text Available OBJETIVO Analisar a prevalência e fatores associados a sintomas depressivos em idosos. MÉTODOS Estudo epidemiológico transversal e de base domiciliar (inquérito EpiFloripa Idoso com 1.656 idosos, realizado por conglomerados em dois estágios, setores censitários e domicílios, em Florianópolis, SC. A prevalência de sintomas depressivos (desfecho foi obtida por meio da Geriatric Depression Scale (GDS-15, e testadas associações segundo variáveis sociodemográficas, de saúde, comportamentais e sociais. Foram calculadas razões de prevalências brutas e ajustadas com intervalo de 95% de confiança por regressão de Poisson. RESULTADOS A prevalência de sintomas depressivos foi de 23,9% (IC95% 21,84;26,01. Os fatores de risco associados no modelo final foram: escolaridade de cinco a oito anos (RP = 1,50; IC95% 1,08; 2,08, um a quatro anos (RP = 1,62; IC95% 1,18; 2,23 e nenhum ano de estudo (RP = 2,11; IC95% 1,46;3,05; situação econômica pior quando comparada com a que tinha aos 50 anos (RP = 1,33; IC95% 1,02;1,74; déficit cognitivo (RP = 1,45; IC95% 1,21;1,75; percepção de saúde regular (RP = 1,95; IC95% 1,47;2,60 e ruim (RP = 2,64; IC95% 1,82;3,83; dependência funcional (RP = 1,83; IC95% 1,43; 2,33; e dor crônica (RP = 1,35; IC95% 1,10;1,67. Grupo etário de 70 a 79 anos (RP = 0,77; IC95% 0,64;0,93; atividade física de lazer (RP = 0,75; IC95% 0,59;0,94; participação em grupos de convivência ou religiosos (RP = 0,80; IC95% 0,64;0,99; e ter relação sexual (RP = 0,70; IC95% 0,53;0,94 mostraram-se fatores protetores ao aparecimento dos sintomas depressivos. CONCLUSÕES Situação clínica adversa, desvantagem socioeconômica e pouca atividade social e sexual mostraram-se associadas aos sintomas depressivos em idosos.

  13. Fatores de risco e medidas preventivas das infecções associadas a cateteres venosos centrais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Viviane Rosado

    2011-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Rever os fatores de risco para infecção associada a cateteres venosos centrais e as recomendações para a sua prevenção. FONTES DOS DADOS: Foram revisados artigos publicados sobre o tema no PubMed, Cochrane Collaboration e Bireme. Os seguintes critérios de inclusão foram levados em consideração: trabalhos publicados entre 2000 e 2010, delineamento do estudo, população pediátrica hospitalizada com utilização de cateteres venosos centrais e artigos sobre infecção associada a cateteres venosos centrais. Além disso, foram utilizados documentos de referência dos Centers for Disease Control and Prevention e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária. SÍNTESE DOS DADOS: Os fatores de risco associados foram: tempo de utilização de acesso central, duração da internação e uso de cateter central de longa permanência, colocação de cateter venoso central em Unidade de Terapia Intensiva, doença cardiovascular não cirúrgica, recebimento de nutrição parenteral e de transfusão de hemoderivados. Entre as medidas preventivas, a literatura recomenda a implementação de protocolos e diretrizes multidisciplinares de cuidados na inserção e manutenção dos cateteres centrais, cuidados com a técnica de inserção dos cateteres venosos centrais, utilização de curativos impregnados com clorexidina, retirada precoce do cateter e adoção de programas de educação continuada para a equipe assistencial. CONCLUSÃO: O controle dos fatores de risco pode levar a uma redução igual ou superior a 40% na incidência dessas infecções. A vigilância do processo de inserção e cuidados com os cateteres vasculares centrais na população pediátrica orienta a padronização de rotinas dos serviços de saúde para a obtenção de taxas de referência para comparação intra e interinstitucionais.

  14. Fatores de Risco Associados aos Niveis Pressoricos Elevados em Criancas de Dois a Cinco Anos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paula Azevedo Aranha Crispim

    2014-01-01

    Full Text Available Fundamento: A prevalência de hipertensão arterial em crianças aumentou nas últimas décadas. Diversos fatores de risco estão envolvidos na gênese da hipertensão arterial infantil e sua identificação precoce pode prevenir o desenvolvimento posterior da doença. Objetivos: Avaliar a prevalência de pressão arterial elevada e fatores associados em crianças. Métodos: Estudo transversal de base populacional e domiciliar. Foram avaliadas 276 crianças de dois a cinco anos residentes em Goiânia, Goiás, investigando-se pressão arterial, características sociodemográficas, peso ao nascer, histórico de hipertensão arterial na família, tabagismo passivo, aleitamento materno, alimentação, hábito sedentário e estado nutricional. A regressão de Poisson foi utilizada para avaliar a associação entre os fatores de risco e a pressão arterial elevada. Resultados: A média de idade foi 3,1 ± 0,79 anos, sendo pressão arterial elevada e excesso de peso observados em 19,9% e 11,2% das crianças, respectivamente. Houve associação direta de pressão arterial elevada com idade [razão de prevalência (RP = 2,3; IC95%: 1,2 - 4,8; p = 0,017] e excesso de peso (RP = 2,0; IC95%: 1,2 - 3,6; p = 0,014. As demais variáveis não se associaram a pressão arterial elevada. Conclusões: A prevalência de pressão arterial elevada em crianças foi alta. Aquelas com excesso de peso e mais jovens apresentaram maior prevalência de níveis pressóricos elevados.

  15. Fatores prognósticos para o desenvolvimento cognitivo de prematuros de muito baixo peso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Dalva Barbosa Baker Méio

    2003-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Crianças prematuras, de muito baixo peso, podem apresentar alterações em seu desenvolvimento cognitivo. No Brasil, pouco se conhece sobre a evolução dessas crianças na idade pré-escolar. O objetivo do estudo foi descrever o desenvolvimento cognitivo de uma população de recém-nascidos prematuros de muito baixo peso e verificar possíveis fatores prognósticos para desenvolvimento cognitivo anormal. MÉTODOS: Um estudo de coorte foi realizado com uma população de crianças pré-escolares, nascidas prematuras, de muito baixo peso, entre janeiro de 1991 e setembro de 1993. O desenvolvimento cognitivo foi avaliado por meio do teste WPPSI-R (Wechsler Preschool and Primary Intelligence Scales aplicado por psicólogas, utilizando dois pontos de corte para definição de anormalidade: escores abaixo de 1 e 2, desvios padrões da média (DP. RESULTADOS: Foram avaliadas 79 crianças de quatro a cinco anos de idade. A média do escore total do teste WIPPSI-R foi de 75,6 (±11,9. A incidência de escore total anormal foi de 77,2% e de 32,9% (1DP e 2 DP, respectivamente. Após o ajuste por "tipo de parto", ser pequeno para a idade gestacional (OR=6,19; IC95% 1,60-23,86, ultra-som transfontanela anormal (OR=5,90; IC95% 1,04-9,83 e ser do sexo masculino (OR=3,20; IC 95% 1,32-26,35 foram os fatores que predisseram escore total <70 (2 DP. CONCLUSÃO: Houve maior comprometimento do desenvolvimento cognitivo nas crianças estudadas do que o descrito na literatura. Ser pequeno para idade gestacional, ultra-som transfontanela anormal e sexo masculino foram fatores prognósticos de pior evolução.

  16. Fatores terapêuticos identificados em um grupo de Promoção da Saúde de Idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alyne Leite Gomes Nogueira

    2013-12-01

    Full Text Available O objetivo do estudo foi identificar fatores terapêuticos presentes em grupo de promoção da saúde de idosos. Estudo descritivo exploratório com abordagem qualitativa, cujos dados foram coletados por meio de grupos focais realizados com participantes do grupo e suas coordenadoras, entre dezembro de 2010 e abril de 2011. Os dados foram submetidos a análise de conteúdo, modalidade temática. Os achados mostraram convergência de respostas entre os participantes da pesquisa, indicando ressonância e complementaridade na identificação dos fatores terapêuticos coesão, instilação de esperança, socialização, compartilhamento de informações, fatores existenciais, altruísmo, aprendizagem interpessoal e universalidade. A identificação desses vários fatores no grupo estudado comprova seu potencial terapêutico, especialmente por atender as necessidades dos idosos, mantê-los saudáveis, fortalecer o sentimento de amor pela vida e pertença a um grupo social.

  17. Determinantes psicobiológicos do comportamento alimentar: uma ênfase em fatores ambientais que contribuem para a obesidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Teresa Cristina Bolzan Quaioti

    2006-01-01

    Full Text Available O comportamento alimentar é multideterminado e somente uma análise psicobiológica é capaz de abordar as interações entre os fatores fisiológicos, psicológicos, genéticos e condições ambientais de um indivíduo. Assim, a capacidade para controlar a ingestão requer mecanismos especializados para harmonizar informações fisiológicas do meio interno com informações nutricionais do ambiente externo. Dentre os fatores externos merece destaque a questão ligada à propaganda de alimentos e a influência cada vez maior da mídia na determinação da dieta dos indivíduos de países desenvolvidos ou em desenvolvimento. Assim, o presente trabalho tem por objetivo analisar as influencias dos fatores ambientais na determinação do comportamento alimentar humano, com especial ênfase naqueles fatores que podem predispor à obesidade.

  18. Fatores Preditivos à Desinstitucionalização de Hábitos e Rotinas na Controladoria: Um Estudo de Caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Roberto da Cunha

    2014-09-01

    Full Text Available O estudo objetiva analisar os fatores que contribuíram à desinstitucionalização de hábitos e rotinas na controladoria de uma empresa, com a mudança do seu sistema de informações. Pesquisa descritiva, de abordagem qualitativa, foi realizada com a utilização das técnicas de grupo focal, entrevista e análise documental, considerando cinco fatores preditivos: pressões políticas, funcionais, sociais, entropia e inércia. Os resultados mostram que o fator preditivo que mais contribuiu ao processo de desinstitucionalização foi o relacionado às pressões políticas na distribuição da mudança do poder, onde todas as categorias foram observadas. Conclui-se que entre os fatores preditivos à desinstitucionalização de hábitos e rotinas se destacam, a partir da mudança do sistema de informações na controladoria da empresa pesquisada, respectivamente, as pressões políticas e inércia.

  19. Câncer de estômago: fatores de risco

    OpenAIRE

    1997-01-01

    Há cinqüenta anos o câncer de estômago vem perdendo a importância em termos de morbi-mortalidade em países considerados de primeiro mundo. Isso não ocorre no Brasil. Os principais fatores de risco evidenciados a partir de estudos epidemiológicos em várias populações do mundo e associados a essa neoplasia são alguns padrões de dieta. Com a descoberta do papel carcinogênico das nitrosaminas e do potencial anti-oxidante da vitamina C, algumas das associações entre câncer gástrico e padrões de di...

  20. Adolescência, comportamento sexual e fatores de risco à saúde

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simone Gonçalves de Assis

    2014-02-01

    Full Text Available OBJETIVO : Analisar a relação entre comportamento sexual e fatores de risco à saúde física ou mental entre adolescentes. MÉTODOS : Estudo realizado com 3.195 escolares de 15 a 19 anos de idade, do segundo ano do ensino médio de escolas públicas e particulares das capitais de 10 estados do Brasil, em 2007-2008. Foi utilizada amostragem por conglomerados com multiestágio de seleção (escolas e alunos em cada cidade e rede de ensino pública e particular. Foi aplicado questionário a todos os alunos selecionados, com os seguintes itens: dados socioeconômicos e demográficos; comportamento sexual; “transar” com pessoas do mesmo sexo, do sexo oposto ou de ambos os sexos; uso de bebida alcoólica e maconha; usar camisinha ao “transar”; presença de experiências sexuais traumáticas na infância ou adolescência; e ideação suicida. A análise incluiu descrição de frequências, teste de Qui-quadrado, análise de correspondência múltipla e de cluster. Foram analisadas qualitativamente, por análise dos conteúdos manifestos, as respostas a uma questão livre em que o adolescente expressou comentários gerais sobre si e sua vida. RESULTADOS : Cerca de 3,0% dos adolescentes referiu comportamento homossexual ou bissexual, sem diferenciação de sexo, idade, cor da pele, estrato social, estrutura familiar e rede de ensino. Adolescentes com comportamento homo/bissexual comparados aos heterossexuais relataram (p < 0,05: ficar de “porre” (18,7% e 10,5%, respectivamente, uso frequente de maconha (6,1% e 2,1%, respectivamente, ideação suicida (42,5% e 18,7%, respectivamente e ter sido vítima de violência sexual (11,7% e 1,5%; respectivamente. Adolescentes com comportamento homo/bissexual relataram utilizar menos preservativo de forma frequente (74,2% do que aqueles com comportamento heterossexual (48,6%, p < 0,001. Três grupos foram encontrados na análise de correspondência: composto por adolescentes com comportamento homo

  1. Fatores determinantes da capacidade funcional entre idosos Determinant factors of functional status among the elderly

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tereza Etsuko da Costa Rosa

    2003-02-01

    Full Text Available OBJETIVO; Investigar a influência de fatores socioeconômicos e demográficos relativos à saúde, bem como os fatores ligados às atividades sociais e à avaliação subjetiva da saúde sobre a capacidade funcional dos idosos. MÉTODOS: Estudo transversal, integrante de estudo multicêntrico, em amostra representativa do município de São Paulo, realizado em 1989. A capacidade funcional foi avaliada através da escala de atividades da vida diária pessoal e instrumental e investigada como variável dicotômica: ausência de dependência - incapacidade/dificuldade em nenhuma das atividades versus presença de dependência moderada/grave - incapacidade/dificuldade em 4 ou mais atividades. Análise de regressão logística múltipla foi aplicada aos fatores hierarquicamente agrupados. RESULTADOS: As características que se associaram com a dependência moderada/grave foram analfabetismo, ser aposentado, ser pensionista, ser dona de casa, não ser proprietário da moradia, ter mais de 65 anos, ter composição familiar multigeracional, ter sido internado nos últimos 6 meses, ser "caso" no rastreamento de saúde mental, não visitar amigos, ter problemas de visão, ter história de derrame, não visitar parentes e ter avaliação pessimista da saúde ao se comparar com seus pares. CONCLUSÕES: As características identificadas que se associaram à dependência moderada/grave sugerem uma complexa rede causal do declínio da capacidade funcional. Pode-se supor, entretanto, que ações preventivas especificamente voltadas para certos fatores podem propiciar benefícios para o prolongamento do bem estar da população idosa.OBJECTIVE: To investigate the impact of health-related demographic and socioeconomic factors, as well as the impact of factors associated to social activity and the subjective health evaluation on the functional status of elderly people. METHODS: A cross-sectional multicentric study was conducted in a representative population

  2. Fatores de risco associados à sibilância em lactentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lillian S.L. Moraes

    2013-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: identificar possíveis fatores de risco associados à sibilância em lactentes (12 a 15 meses no estado de Mato Grosso, Brasil. MÉTODOS: estudo transversal, utilizando o questionário escrito padronizado do Estudio Internacional de Sibilancia en Lactantes (EISL - fase 3. Pais e/ou responsáveis pela criança foram entrevistados em Unidades Básicas de Saúde quando as procuravam para imunização de rotina ou durante visitas nos domicílios de crianças matriculadas nos programas de saúde da família, no período de agosto de 2009 a novembro de 2010. Fatores associados à sibilância foram avaliados utilizando análise bivariada e multivariada e expressos como odds ratio (OR e intervalo de confiança 95% (IC95%. RESULTADOS: ao todo, um mil e sessenta (n = 1.060 pais e/ou responsáveis responderam o questionário escrito. Os fatores de risco para sibilância foram: história familiar de asma [mãe (OR = 1,62; IC95%= 1,07-2,43; pai (OR = 1,98; IC95% = 1,22-3,23; irmãos (OR = 2,13; IC95% = 1,18-3,87]; história prévia de pneumonia (OR = 10,8; IC 95% = 4,52-25,77; ter mais de seis infecções de vias aéreas superiores (IVAS (OR = 2,95; IC95% = 2,11-4,14 e a primeira IVAS antes dos três meses de idade (OR = 1,50; IC95% = 1,04-2,17; residir em local com moderada poluição (OR = 1,59; IC95% = 1,08-2,33; uso de paracetamol por IVAS (OR = 2,13; IC95% = 1,54-2,95; e uso de antibiótico por infecção na pele (OR = 2,29; IC 95% = 1,18-4,46. CONCLUSÕES: o estudo dos fatores de risco para sibilância no primeiro ano de vida é importante para auxiliar na identificação, entre os lactentes sibilantes, aqueles de alto risco para desenvolver asma, e para o desenvolvimento de estratégias de prevenção por políticas pública de saúde visando minimizar a morbidade da sibilância na infância.

  3. Homocisteína como fator de risco para doenças cardiovasculares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sthefano Atique Gabriel

    2007-05-01

    Full Text Available Elevadas concentrações plasmáticas de homocisteína têm sido identificadas como um fator de risco independente para aterosclerose cerebral, coronariana e periférica. Os efeitos danosos da homocisteína sérica são fruto de suas características aterogênicas e trombogênicas. O tratamento mais eficaz para hiperhocisteinemia consiste na redução da homocisteína plasmática, através da fortificação alimentar com suplementos vitamínicos, ricos em vitamina B6, vitamina B12 e, principalmente, acido fólico. A dose recomendada é de 400 microgramos de folato por dia, sendo esta medida uma poderosa redutora da morbidade e mortalidade cardiovascular, além de prevenir possíveis defeitos de fechamento do tubo neural.

  4. Fatores motivadores dos ilíctos contra o patrimônio

    OpenAIRE

    Pinto, Valdir Miranda

    2013-01-01

    Resumo: O presente estudo foi desenvolvido com o objetivo de identificar os fatores motivadores que influenciam a decisão de cometer ilícitos contra o patrimônio, após esgotados todos os recursos de prevenção, e a percepção do indivíduo que cometeu ilícito, no momento posterior à imposição da pena. Recorreu-se a Gary Becker ( 1968) e Erick Fromm (1976), para o desenvolvimento teórico da pesquisa que metodologicamente caracteriza-se como empírica, pela sua natureza de buscar fatos da realidade...

  5. Tendinopatia patelar: investigando fatores associados à sobrecarga no tendão patelar em atletas

    OpenAIRE

    Luciana de Michelis Mendonça

    2014-01-01

    A aplicação de forças excessivas (magnitude e duração) no tendão patelar estão relacionadas ao mecanismo de desenvolvimento da tendinopatia patelar (TP), uma vez que podem promover processos irritativos no tecido e/ou microtraumas repetitivos no tendão. Fatores locais relacionados à articulação do joelho (local) e à articulação do quadril e ao complexo do pé (não-locais) podem contribuir no mecanismo de lesão do tendão patelar. O varismo excessivo de antepé, a diminuição da força muscular do ...

  6. Relação entre bruxismo, fatores oclusais e hábitos bucais

    OpenAIRE

    2010-01-01

    OBJETIVO: avaliar a relação entre bruxismo, fatores oclusais e hábitos bucais em crianças e adolescentes, alunos da rede pública da cidade de Brasília/DF. MÉTODOS: um grupo de 680 escolares, de ambos os gêneros, na faixa etária de 4 a 16 anos, foi aleatoriamente selecionado. Os dados foram coletados através da avaliação clínica e da aplicação de questionários aos responsáveis pelos alunos. Os aspectos morfológicos da oclusão foram avaliados segundo a classificação de Angle e critérios para a ...

  7. FATORES PÓS - ABATE QUE CONTRIBUEM PARA A MACIEZ DA CARNE

    OpenAIRE

    Simeoni, Caroline Posser

    2014-01-01

    http://dx.doi.org/10.5902/2236117013019A cadeia de produção cárnea apresenta posição de destaque e com aumento das exigências do consumidor, pesquisas relacionadas à qualidade do produto estão sendo amplamente desenvolvidas. Dentre as características de qualidade da carne, a maciez é considerada a característica de maior influência para a satisfação do consumidor. Com finalidade de avaliar os principais fatores que influenciam na maciez da carne, realizou-se uma análise através de uma revisão...

  8. Fator de risco: enfoque na disciplina enfermagem em centro cirúrgico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Estela Regina Ferraz Bianchi

    1986-09-01

    Full Text Available Foi abordado o tema da assistência de enfermagem em centro cirúrgico dentro de uma visão do "enfoque de risco" para o paciente cirúrgico, considerando os vários riscos que podem acarretar agravos à sua saúde. Os fatores de risco foram abordados em relação ao ambiente físico, material e equipamento, pessoal e ao próprio paciente. Estes aspectos foram relacionados à área do centro cirúrgico, de recuperação anestésica e ao centro de material. O trabalho foi desenvolvido com dois grupos de alunos da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo, cursando o 5º semestre de graduação, visando auxiliá-los como futuros profissionais a desenvolver uma melhor assistência de enfermagem ao paciente cirúrgico.

  9. Fatores de virulência em linhagens de Escherichia coli isoladas de mastite bovina

    OpenAIRE

    Ribeiro,M.G.; E.O. Costa; Leite, D.S.; H Langoni; Garino Júnior,F.; Victória,C.; F.J.P. Listoni

    2006-01-01

    Avaliou-se a ocorrência de fatores de virulência e do sorotipo O157:H7 em 120 linhagens de Escherichia coli, isoladas de 80 casos de mastite clínica bovina e 40 de mastite subclínica. Verificou-se alfa-hemolisina em oito (6,7%) linhagens, isoladas de cinco casos de mastite clínica e três de mastite subclínica e em nenhuma das estirpes detectou-se enteroemolisina. A presença de sideróforos foi encontrada em 11 (9,2%) linhagens, sete de mastite clínica e quatro de subclínica. Em duas (1,7%) est...

  10. Fatores associados à candidíase vulvovaginal: estudo exploratório

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosa Maria Inês da

    2004-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar fatores de risco para candidíase vulvovaginal identificados ao exame e anamnese ginecológica, em amostra de conveniência. MÉTODO: estudo transversal, com amostra de conveniência, envolvendo todas as trabalhadoras (135 de uma indústria de confecção em Criciúma (SC, sintomáticas e assintomáticas, no período de julho a setembro de 2002. Foi utilizada, como técnica de coleta dos dados, entrevista roteirizada investigando-se possíveis fatores de risco. O exame ginecológico detectou a presença ou não de sinais clínicos de vulvovaginites. Realizou-se cultura de secreção vaginal em meio de ágar Sabouraud para isolamento de Candida sp. Os dados foram processados e analisados no programa Epi-Info, versão 6.0. A medida de intensidade de associação usada foi a razão de prevalência. O intervalo de confiança adotado para inferência estatística foi de 95%. A análise multivariada dos dados foi realizada pelo programa SPSS versão 10.0, empregando-se modelo de regressão logística. RESULTADOS: os resultados mostraram que a prevalência da candidíase vulvovaginal foi de 19,3%. A freqüência de vulvovaginite diagnosticada pelo exame clínico foi de 17%, com sensibilidade de 38% e especificidade de 88%. O fator de risco significante para vulvovaginite por Candida nessa população foi a presença de ciclos menstruais regulares e para vulvovaginite clínica foi o uso de hormônios e idade entre 25 e 34 anos. CONCLUSÃO: a prevalência de candidíase vulvovaginal é alta entre mulheres consideradas hígidas e o fator de risco encontrado com significância estatística foi a presença de ciclos menstruais regulares, reforçando a importância de possível relação entre ciclo hormonal e esta infecção. Devido à limitação do presente estudo, esta possível associação, juntamente com outras, devem ser estudadas num futuro desenho de coorte com amostra de tamanho apropriado e medidas de níveis hormonais ao longo

  11. Fatores socioesportivos associados à síndrome da dor patelofemoral em mulheres jovens

    OpenAIRE

    Colares Junior, Rui

    2005-01-01

    Verificar o perfil sócio-esportivo, endócrino-metabólico e ortopédico de mulheres jovens portadoras de síndrome da dor patelofemoral (SDPF) comparando-o com o de mulheres jovens sem SDPF, buscando identificar possíveis fatores associados a SDPF dentre hábitos sociais, prática de atividade física, antecedentes pessoais e familiares de risco para doenças metabólicas; parâmetros antropométricos e ortopédicos, e composição corporal. Estudo de abordagem quantitativa, analítico transversal, conduzi...

  12. Fatores associados à intensidade de dor perineal após o parto normal: estudo transversal

    OpenAIRE

    2015-01-01

    Introdução: A dor perineal é frequente no período de pós-parto, entretanto, não há um consenso entre a associação da intensidade de dor com os fatores maternos, neonatais e a assistência obstétrica recebida no trabalho de parto e parto. Objetivos: Identificar a prevalência e a intensidade de dor perineal no primeiro dia de pós-parto normal; analisar a associação entre intensidade de dor perineal e características sociodemográficas maternas, histórico obstétrico, assistência ao trabalho de par...

  13. Fatores dietéticos e síndrome metabólica

    OpenAIRE

    Steemburgo, Thais; Dall Alba, Valesca; Gross, Jorge Luiz; Azevedo, Mirela Jobim

    2007-01-01

    O papel da dieta na síndrome metabólica (SM) tem sido estudado em relação a cada um de seus componentes: obesidade, níveis pressóricos elevados, dislipidemia e alterações no metabolismo da glicose. Entretanto, poucos estudos avaliaram os efeitos da dieta na presença da SM como uma entidade clínica independente. O objetivo deste manuscrito foi revisar a importância dos fatores dietéticos e as recomendações dietoterápicas na SM. Estudos recentes demonstraram que o consumo de grãos integrais foi...

  14. FATORES DE RISCO PARA O LUPUS ERITEMATOSO SISTÊMICO: REVISÃO DA LITERATURA

    OpenAIRE

    Eliana Regina Pezzole; Gleidson Brandão Oselame

    2014-01-01

    O Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES) é uma doença autoimune, inflamatória, que atinge órgãos e tecidos, sendo dez vezes mais comum em mulheres. Desta forma, este estudo teve como objetivo descrever os fatores de risco que atuam na gênese do LES. Realizou-se um estudo de revisão entre os dias 18 e 23 de fevereiro de 2013 na base de dados do Scientific Electronic Library Online (SciELO) e pelo buscador Google Acadêmico. Foram utilizados os descritores ‘’Lupus’’ and ‘’fator’’ and “risco’’. Os res...

  15. Fatores associados com anemia ferropriva em crianças menores de 6 meses

    OpenAIRE

    Fabiola Figueiredo Nejar

    2007-01-01

    Resumo: O presente estudo analisou os fatores associados à anemia infantil e materna, tempo de clampeamento do cordão umbilical e duração do aleitamento materno exclusivo. Utilizou-se uma coorte com 513 crianças, selecionadas no Hospital Estadual de Sumaré, avaliadas em dois momentos (parto/alta e seguimento aos 150 dias). Encontramos 16,9% das mulheres que apresentaram anemia durante a gestação, porém essa proporção é bem menor após 150 dias do parto (1,7%). Já a análise do sangue de cordão ...

  16. O adolescente e o ato infracional: fatores psicossociais que permeiam esta relação

    OpenAIRE

    da Silva Araújo, Taisa; Faculdade de tecnologia e Ciências - FTC Campus Jequié-Ba; Requeião Vaz de Almeida, Gabriela; Avelar Sampaio Ferreira, Danilo; da Silva Araújo, Thatiane; Faculdade de Tecnologia e Ciências - FTC Campus Jequié-Ba

    2016-01-01

    A adolescência é uma fase de mudanças físicas, sociais e psicológicas. Porém, nessa fase a atividade hormonal fica bastante perceptível, bem como as influências do meio, a autoafirmação e a aceitação. Diante dessa imensa quantidade de novas informações e de mudanças, os fatores psicossociais podem surgir como interferente da conduta do comportamento desses indivíduos, podendo ser observadas práticas que não condizem com os “bons costumes”, vindo a desencadear, por exemplo, o ato infracional. ...

  17. Fatores motivacionais de idosos praticantes do método Pilates

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Dantas

    2015-06-01

    Full Text Available Objetivo: Avaliar os fatores motivacionais de idosos praticantes do Método Pilates e sua relação com o sexo. Métodos: Estudo quantitativo, transversal, realizado no período de abril e maio de 2014, utilizando amostra por conveniência com 39 idosos, independentemente do sexo, praticantes do Método Pilates em um bairro da zona norte do Rio de Janeiro-RJ. Utilizou-se o “Inventário de Motivação à Prática Regular de Atividades Físicas (IMPRAF-54”, que avalia as dimensões de motivação (“Controle de Estresse”, “Saúde”, “Sociabilidade”, “Competitividade”, “Estética” e “Prazer”. Aplicou-se a estatística descritiva para análise das dimensões. Resultados: Os principais aspectos motivacionais descritos pelos idosos foram “Saúde” (escore bruto médio; mulheres: 34,3(±4,7; homens: 30,3(±5,2, “Sociabilidade” (escore bruto médio; mulheres: 27,8(±10,2; homens: 28,8 (±9,7 e “Prazer” (escore bruto médio; mulheres: 30,8(±7,5; homens: 29,3(±8,3; somente entre os homens o domínio de “Sociabilidade” foi classificado como “motivação alta” (percentil 70, segundo tabelas normativas do instrumento. Conclusão: Fatores relacionados à saúde, sociabilidade e prazer foram determinantes motivacionais entre os idosos avaliados praticantes do Método Pilates.

  18. Colesterol total e fatores associados: estudo de base escolar no sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mauren Lúcia de Araújo Bergmann

    2011-07-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Evidências têm sugerido que uma parcela importante de crianças e adolescentes apresenta níveis elevados de colesterol total. OBJETIVO: Estimar a prevalência de hipercolesterolemia e fatores associados em escolares de 7 a 12 anos de idade. MÉTODOS: Estudo transversal de base escolar de uma amostra aleatória composta por 1.294 escolares de 7 a 12 anos, de Caxias do Sul (RS. Os escolares responderam a uma entrevista com informações sobre nível socioeconômico, hábitos alimentares e hábitos de atividade física e de lazer. Foram realizadas medidas de colesterol total, de aptidão cardiorrespiratória, de massa corporal, estatura para o cálculo do índice de massa corporal. Para o tratamento dos dados foram utilizadas as análises univariada, bivariada e multivariada. RESULTADOS: A análise multivariada identificou que indivíduos com o nível socioeconômico alto (OR: 1,70; IC: 1,05-2,75, do sexo feminino (OR: 1,32; IC: 1,03-1,67, e com excesso de peso (OR: 1,40; IC: 1,10-1,77 apresentam chances aumentadas de terem colesterol total aumentado (> 3º tercil. CONCLUSÃO: Elevados níveis de colesterol total em escolares de 7 a 12 anos estão associados ao nível socioeconômico alto, ao sexo feminino e ao excesso de peso. O incentivo a um estilo de vida ativo e a hábitos alimentares adequados pode auxiliar no controle dos níveis de colesterol e diminuir os fatores de risco.

  19. Prevalência e fatores de risco para tabagismo em adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maura C Malcon

    2003-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: O tabagismo é uma das principais causas de enfermidades evitáveis e incapacidades prematuras. Nesse sentido, realizou-se estudo com o objetivo de medir a prevalência e estudar fatores de risco associados ao tabagismo nos adolescentes. MÉTODOS: A partir de um delineamento transversal de base populacional, estudou-se uma amostra representativa de 1.187 adolescentes de 10 a 19 anos, da zona urbana de Pelotas, sul do Brasil. Todos os adolescentes da amostra, de cada domicílio, foram entrevistados por meio de questionário pré-codificado, individual e confidencial. Utilizou-se o teste de Kaplan-Meier para análise da curva de sobrevida. RESULTADOS: A prevalência de tabagismo na amostra foi de 12,1% (IC95% 10,3%-14%. As prevalências foram similares para os sexos femininos e masculinos. Os fatores de risco para tabagismo na análise multivariada, por regressão logística, foram: maior idade, odds ratio (OR de 28,7 (11,5-71,4, irmãos mais velhos fumantes, OR de 2,4 (1,5-3,8, três ou mais amigos fumantes, OR de 17,5 (8,8-34,8 e baixa escolaridade OR de 3,5 (1,5-8,0. CONCLUSÕES: A prevalência de tabagismo na adolescência mostrou-se alta, na cidade de Pelotas. Campanhas antitabágicas devem ser direcionadas à comunidade e à família tendo o adolescente como alvo. Medidas legais adotadas pelo governo são importantes para impedir o acesso dos adolescentes ao cigarro.

  20. Fatores Direcionadores da Transferência de Recursos em Programas Sociais no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Doraliza Auxiliadora Abranches Monteiro

    2013-06-01

    Full Text Available Há intenso debate entre os estudiosos a respeito da focalização dos programas sociais. Alguns autores apontam o lado negativo da focalização desses programas no Brasil, em que têm prevalecido políticas de ação isolada em detrimento das universalizantes, enquanto outros defenderam a importância das políticas focalizadas. Nesse sentido, o presente estudo foi conduzido a fim de verificar a existência de fatores socioeconômicos direcionadores da distribuição dos recursos públicos dos programas sociais no Brasil. Buscou-se amparo teórico nas características da Proteção Social Brasileira e na descrição de vários programas sociais implantados pelo governo. Para a análise, foi estimada uma regressão linear múltipla com dados em painel para os 27 Estados brasileiros, em que o período do estudo foi de 2004 a 2006. Os resultados apontam a predominância do Programa Bolsa Família nos recursos destinados a programas sociais, indicando-o como o principal Programa Social do Brasil. Outro aspecto importante refere-se à identificação de fatores socioeconômicos direcionadores do repasse financeiro aos programas sociais, em que se destacam: população, proporção de pobres, esperança de vida ao nascer, taxa de desemprego, taxa bruta de mortalidade, taxa de analfabetismo e matrículas no ensino fundamental.

  1. Fatores relacionados à qualidade de vida de idosos em programas para a terceira idade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nathaly Wehbe Dawalibi

    2014-08-01

    Full Text Available O envelhecimento populacional é um fenômeno social e requer atenção dos profissionais da saúde. O objetivo deste artigo foi analisar a influência de possíveis fatores intervenientes sobre a qualidade de vida de idosos.Trata-se de um estudo transversal, de natureza quantitativa, descritivo-exploratório, do qual participaram 182 idosos, de ambos os gêneros, ≥ 60 anos, matriculados em programas para a terceira idade de três universidades localizadas nos municípios de São Paulo, São Caetano do Sul e Mogi das Cruzes. Para avaliar a percepção subjetiva da qualidade de vida, utilizou-se o World Health Organization Quality of Life Questionnaire (WHOQOL-Bref. Foi realizada análise de regressão linear múltipla entre as variáveis dependentes e independentes. Adotou-se nível de significância de 5%. Os resultados mostraram que a ausência de doenças influenciou positivamente a qualidade de vida nos quatro domínios avaliados. No domínio ambiental, ensino superior completo, idade avançada, ausência de doenças e residência em São Caetano do Sul influenciaram positivamente a qualidade de vida dos idosos estudados. Os fatores associados à melhor qualidade de vida foram: ensino superior completo, idade avançada, ausência de doenças e residência em São Caetano do Sul, nessa ordem de importância.

  2. Uso de medicamentos como fator de risco para fratura grave decorrente de queda em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Coutinho Evandro da Silva Freire

    2002-01-01

    Full Text Available Quedas seguidas de fraturas entre idosos constituem um importante problema de saúde pública. Um estudo caso-controle foi conduzido para avaliar o papel do uso de um conjunto de medicamentos, como fator de risco para esses acidentes entre pessoas com 60 anos ou mais, na cidade do Rio de Janeiro, Brasil. Cento e sessenta e nove casos de internação por fratura conseqüente a queda, e 315 controles hospitalares foram pareados por idade, sexo e hospital. Odds ratios (OR, ajustados por fatores potenciais de confusão, foram obtidos utilizando-se regressão logística condicional. Observou-se um aumento no risco desses acidentes para o uso de drogas bloqueadoras dos canais de cálcio (OR = 1,96, 1,16-3,30 e benzodiazepínicos (OR = 2,09, 1,08-4,05, e uma redução para o uso de diuréticos (OR = 0,40, 0,20-0,80. Antiácidos, digitálicos e laxantes mostraram-se associados a uma redução do risco de fraturas por quedas, cuja significância estatística atingiu níveis limítrofes (0,05 < p < 0,10. Os dados deste estudo apontam para a necessidade de ponderar os riscos e benefícios no uso de medicamentos em idosos, e orientar tais indivíduos e seus familiares para evitar esses acidentes quando o uso desses medicamentos é necessário.

  3. Uso de medicamentos como fator de risco para fratura grave decorrente de queda em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Evandro da Silva Freire Coutinho

    Full Text Available Quedas seguidas de fraturas entre idosos constituem um importante problema de saúde pública. Um estudo caso-controle foi conduzido para avaliar o papel do uso de um conjunto de medicamentos, como fator de risco para esses acidentes entre pessoas com 60 anos ou mais, na cidade do Rio de Janeiro, Brasil. Cento e sessenta e nove casos de internação por fratura conseqüente a queda, e 315 controles hospitalares foram pareados por idade, sexo e hospital. Odds ratios (OR, ajustados por fatores potenciais de confusão, foram obtidos utilizando-se regressão logística condicional. Observou-se um aumento no risco desses acidentes para o uso de drogas bloqueadoras dos canais de cálcio (OR = 1,96, 1,16-3,30 e benzodiazepínicos (OR = 2,09, 1,08-4,05, e uma redução para o uso de diuréticos (OR = 0,40, 0,20-0,80. Antiácidos, digitálicos e laxantes mostraram-se associados a uma redução do risco de fraturas por quedas, cuja significância estatística atingiu níveis limítrofes (0,05 < p < 0,10. Os dados deste estudo apontam para a necessidade de ponderar os riscos e benefícios no uso de medicamentos em idosos, e orientar tais indivíduos e seus familiares para evitar esses acidentes quando o uso desses medicamentos é necessário.

  4. Fatores de risco para doenças cardiovasculares em idosos com diabetes mellitus tipo 2

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    R. C.P. Silva

    2009-01-01

    Full Text Available

    O objetivo deste estudo foi analisar os fatores de risco relacionados às doenças cardiovasculares (FRDCV, em idosos diabéticos do tipo 2, através de um estudo observacional com delineamento transversal, tendo sido realizado com 100 idosos atendidos no Centro Regional de Reabilitação de Araraquara (CRRA, São Paulo, Brasil, de março a dezembro de 2004. Houve predominância de indivíduos casados, sexo feminino, brancos, com baixa renda e baixa escolaridade. Quanto aos hábitos e estilo de vida, predominaram os que mantinham dietas adequadas, sedentários, não fumantes e não etilistas. Entre os 100 indivíduos estudados, 42% apresentaram sobrepeso, 42% obesidade, 71% valores inadequados de circunferência abdominal e 84% de relação cintura-quadril de acordo com o sexo. Em relação aos FRDCV, 54,0% apresentaram hipertensão arterial sistêmica (HAS, 54,0% com hipercolesterolemia, 51,0% de hipertrigliceridemia, 84% com valores elevados de LDL-colesterol, 59% com níveis reduzidos de HDLcolesterol, 78,0% com níveis elevados de glicemia de jejum, 76,0% com níveis elevados de hemoglobina glicada e 57,0% de fibrinogênio. Os resultados demonstraram uma freqüência elevada de FRDCV com diferenças em relação ao sexo e a idade. Palavras-chave: diabetes mellitus; fatores de risco; doenças cardiovasculares; idoso.

  5. Fatores associados à fluorose dentária = Factors associated with dental fluorosis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rigo, Lilian

    2010-01-01

    Full Text Available Objetivo: Avaliar a prevalência e a severidade da fluorose dentária e verificar os fatores associados em adolescentes de escolas com atividades coletivas de promoção em saúde bucal. Metodologia: A amostra foi composta de 535 escolares de 12 e 15-19 anos moradores de um município da Região Sul do Brasil. Para a coleta de dados foram realizados exames clínicos utilizando o índice de Dean. As variáveis exploratórias demográficas, socioeconômicas, de acesso a serviços odontológicos e de hábitos de higiene bucal foram coletadas utilizandose um questionário semi-estruturado. Os dados foram analisados por análise de regressão logística múltipla. Resultados: A prevalência de fluorose dentária foi de 25%, sendo que o grau predominante foi o muito leve (18,3%. A fluorose foi associada ao sexo feminino (OR=1,55; IC95%1,03-2,32. Beber água de poço artesiano ou engarrafada foi um fator de proteção para fluorose no grupo de escolares investigado (OR=0,51; IC95% 0,27-0,95. Conclusão: A prevalência de fluorose dentária nos escolares desta amostra foi elevada, porém sua severidade foi baixa. A água ingerida e o sexo foram associados à fluorose dentária no modelo testado

  6. Fatores preditores de fístula salivar pós-laringectomia total

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre de Andrade Sousa

    2013-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a incidência de fístula faringocutânea após laringectomia total e tentar identificar os fatores preditores. MÉTODOS: No período de maio de 2005 a abril de 2010, 93 pacientes foram submetidos à laringectomia total. Foram avaliadas as complicações per e pós-operatórias e comparadas com as seguintes variáveis: sexo, estado nutricional, traqueostomia prévia, localização do tumor primário, tipo de operação realizada, estadiamento de acordo com o TNM, tratamento prévio com quimioterapia e/ou radioterapia, utilização de retalhos para reconstrução e margem cirúrgica. Todos os pacientes apresentavam a neoplasia em estádio avançado segundo o TNM. RESULTADOS: 14 (15,1% pacientes evoluíram com fístula salivar no pós-operatório. O tempo médio de aparecimento da fístula salivar foi 3,5 dias, com desvio padrão de 13,7 dias. Comparando a fístula salivar com as variáveis TNM, tipo de operação e esvaziamento cervical, traqueostomia prévia, utilização de retalho miocutâneo, rádio e quimioterapia pré-operatória e margem cirúrgica, não foi observado diferença estatisticamente significativa (p>0,05. CONCLUSÃO: A incidência de fístula salivar foi 15,1% e não foi encontrado fator preditor para sua formação.

  7. Fatores terapêuticos em um grupo de apoio para pacientes psiquiátricos ambulatoriais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guanaes Carla

    2001-01-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO/OBJETIVOS: O emprego da psicoterapia de grupo no atendimento em saúde mental, sobretudo em contextos institucionais, tem se expandido aceleradamente, não havendo uma expansão correlata de pesquisas na área, conforme aponta a literatura especializada. Objetivou-se compreender algumas possibilidades e alguns limites de um grupo de apoio de curta duração (16 sessões para pacientes psiquiátricos ambulatoriais, investigando os fatores terapêuticos que operam nesse grupo, segundo a percepção de seus participantes. MÉTODOS: Questionários do Incidente Crítico (QIC, observação e registro do grupo, consultas aos prontuários dos pacientes e notas de campo constituíram as fontes de dados. A análise das respostas dos pacientes ao QIC foi realizada por procedimentos de avaliação categorial de conteúdo, tendo como base um sistema descritivo dos fatores terapêuticos proposto na literatura. As demais fontes foram tomadas como dados de contexto dos sentidos produzidos pelos pacientes em suas respostas ao QIC. RESULTADOS: Os resultados remetem a dez categorias derivadas da percepção dos pacientes, indicativas de vivências terapêuticas e não-terapêuticas no grupo. DISCUSSÃO/CONCLUSÃO: Este estudo possibilita uma compreensão sobre o modo como os pacientes vivenciaram o processo desse grupo, tendo em vista os sentidos que produziram a partir de sua participação neste, e, em conjunção com a compreensão de seus quadros clínicos, situa algumas possibilidades e alguns limites desse tipo de tratamento em saúde mental, considerando o contexto em que ocorre e a clientela que usualmente o integra.

  8. Fatores associados ao câncer do colo uterino em Propriá, Sergipe, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lima Carlos Anselmo

    2006-01-01

    Full Text Available O câncer do colo uterino apresenta uma alta incidência nas regiões pobres dos países em desenvolvimento. Relaciona-se a fatores ligados ao estilo de vida que levam à infecção pelo Papilomavirus humano (HPV. O objetivo do estudo foi avaliar quais os fatores que favoreciam a infecção pelo HPV e ao desenvolvimento do carcinoma do colo uterino no Município de Própria, Sergipe, Brasil. Para o desenvolvimento da pesquisa, realizou-se um estudo de caso-controle, pareando-se quatro controles para cada caso quanto à idade, procedência e condição sócio-econômica. Foram identificadas vinte mulheres portadoras de carcinoma do colo uterino e oitenta controles. As mulheres do grupo casos apresentaram maior número de gestações e freqüência menor de realização de exame preventivo de rotina. Verificou-se também que as mulheres nos dois grupos tinham conhecimento pobre sobre o câncer e as suas formas de prevenção, alto índice de analfabetismo e os seus companheiros tinham múltiplas parceiras sexuais. O estudo concluiu que no Município de Própria, o maior número de gestações e a não realização de exames preventivos de rotina associaram-se à ocorrência de carcinoma do colo uterino.

  9. Fatores associados ao câncer do colo uterino em Propriá, Sergipe, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Anselmo Lima

    Full Text Available O câncer do colo uterino apresenta uma alta incidência nas regiões pobres dos países em desenvolvimento. Relaciona-se a fatores ligados ao estilo de vida que levam à infecção pelo Papilomavirus humano (HPV. O objetivo do estudo foi avaliar quais os fatores que favoreciam a infecção pelo HPV e ao desenvolvimento do carcinoma do colo uterino no Município de Própria, Sergipe, Brasil. Para o desenvolvimento da pesquisa, realizou-se um estudo de caso-controle, pareando-se quatro controles para cada caso quanto à idade, procedência e condição sócio-econômica. Foram identificadas vinte mulheres portadoras de carcinoma do colo uterino e oitenta controles. As mulheres do grupo casos apresentaram maior número de gestações e freqüência menor de realização de exame preventivo de rotina. Verificou-se também que as mulheres nos dois grupos tinham conhecimento pobre sobre o câncer e as suas formas de prevenção, alto índice de analfabetismo e os seus companheiros tinham múltiplas parceiras sexuais. O estudo concluiu que no Município de Própria, o maior número de gestações e a não realização de exames preventivos de rotina associaram-se à ocorrência de carcinoma do colo uterino.

  10. Prevalência e fatores associados à sintomatologia depressiva em idosos residentes no Nordeste do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Álvaro Campos Cavalcanti Maciel

    2006-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a influência de fatores sociodemográficos, de saúde física, capacidade funcional e função cognitiva sobre a sintomatologia depressiva de idosos do município de Santa Cruz, no Rio Grande do Norte. MÉTODOS: Estudo com delineamento transversal de base populacional, incluindo 310 idosos, acima de 60 anos, residentes na zona urbana da cidade, nos quais se aplicou a Escala de Depressão Geriátrica (GDS-15.Aanálise estatística foi realizada com nível de significância p = 0,05, com cálculo da respectiva odds ratio (OR na regressão logística binária. RESULTADOS: Encontrou-se uma prevalência de 25,5% de sujeitos considerados casos de depressão, nos quais, a partir de análise multivariada, verificou-se associação significativa com idade acima de 75 anos (p = 0,046, analfabetismo (p = 0,037, má percepção de saúde (p < 0,001 e dependência para atividades instrumentais da vida diária (AIVD (p = 0,001. CONCLUSÕES: As variáveis idade acima de 75 anos, analfabetismo, má percepção de saúde e dependência para AIVD estiveram associadas de forma independente à presença de sintomatologia depressiva nos idosos da nossa população. Os autores discutem que a identificação de fatores que influenciam o surgimento de sintomas depressivos em idosos constitui passo fundamental para o planejamento das ações que visem reduzir os efeitos dessa enfermidade na qualidade de vida dessas pessoas.

  11. Fatores de risco cardiovascular em adolescentes: prevalência e associação com fatores sociodemográficos Cardiovascular risk factors for adolescents: prevalence and association with sociodemographic factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Cazuza de Farias Júnior

    2011-03-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Determinar a prevalência de fatores de risco cardiovascular (individual e co-ocorrência; e investigar a relação entre esses fatores e indicadores sociodemográficos em adolescentes. MÉTODOS: A amostra, selecionada por conglomerados em dois estágios (escolas, turmas, foi constituída de 782 adolescentes (14-17 anos de idade, 54,9% do sexo feminino do ensino médio no município de João Pessoa - PB, Brasil. As variáveis independentes foram sexo, idade e condição econômica. Os desfechos investigados foram: níveis insuficientes de atividade física, hábitos alimentares inadequados, pressão arterial elevada, etilismo, excesso de peso corporal e tabagismo. RESULTADOS: Níveis insuficientes de atividade física (59,5% e hábitos alimentares inadequados (49,5% foram os fatores de risco cardiovascular mais prevalentes. Pressão arterial elevada, etilismo e excesso de peso foram mais prevalentes no sexo masculino, e níveis insuficientes de atividade física no sexo feminino. Cerca de 10% dos adolescentes não apresentaram nenhum fator de risco, e 51,4% apresentaram dois ou mais fatores de forma simultânea. Os adolescentes do sexo masculino (OR = 1,89; 1,35 - 2,65 e aqueles que pertenciam aos estratos econômicos mais pobres tiveram maiores chances de apresentar um ou mais fatores de risco biológicos (OR = 1,69; IC95% = 1,16 - 2,47. CONCLUSÃO: A prevalência de fatores de risco cardiovascular foi elevada, com destaque para a exposição simultânea a múltiplos fatores de risco. Os adolescentes do sexo masculino e os mais pobres foram os subgrupos com maior exposição a fatores de risco biológicos de forma simultânea.OBJECTIVE: The objective of this study was to determine the prevalence of cardiovascular risk factors (individual and co-occurrence; and to analyze their relationship with demographic and socioeconomic variables in adolescents. METHODS: A two-stage cluster sampling process was used (school and class. The sample

  12. Os professores e a educação inclusiva: identificação dos fatores necessários à sua implementação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marian Ávila de Lima e Dias

    2015-12-01

    Full Text Available Resumo: A pesquisa objetivou identificar fatores considerados necessários para a implementação da educação inclusiva ligados aos professores e sua atuação. Realizou-se um levantamento bibliográfico de textos acadêmicos sobre o tema; posteriormente, foram entrevistadas três professoras com experiência em educação inclusiva. A pesquisa bibliográfica identificou 20 fatores, que foram separados em três categorias: I - fatores relativos ao professor, II - fatores intraescolares e III - fatores sociais. Para as entrevistadas, a centralidade da educação inclusiva recai sobre os fatores relativos ao professor, em especial às suas características de personalidade, tais como afetividade e persistência, sem nenhuma menção aos fatores sociais. Tais respostas indicam concepções de escola e de inclusão em que o desempenho individual do professor é visto como independente do clima social e das políticas de implementação da educação inclusiva.

  13. Projeto e implementação de um pré-regulador de fator de potência com controlo digital

    OpenAIRE

    Costa, Arnaldo Samuel Faria da

    2013-01-01

    Hoje em dia as fontes de alimentação possuem correção do fator de potência, devido às diversas normas regulamentares existentes, que introduziram grandes restrições no que respeita à distorção harmónica (THD) e fator de potência (FP). Este trabalho trata da análise, desenvolvimento e implementação de um Pré-Regulador de fator de potência com controlo digital. O controlo digital de conversores com recurso a processamento digital de sinal tem vindo a ser ao longo dos últimos anos, objeto ...

  14. Fatores de risco na gagueira desenvolvimental familial e isolada Risk factors in the familial and sporadic developmental stuttering

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiane Moço Canhetti de Oliveira

    2011-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: investigar e comparar os achados dos fatores de risco para a cronicidade da gagueira em crianças com gagueira desenvolvimental familial e isolada. MÉTODOS: participaram 60 crianças de ambos os gêneros, divididas em dois grupos: GI - 30 crianças com gagueira desenvolvimental familial; GII - 30 crianças com gagueira desenvolvimental isolada. A coleta de dados foi realizada por meio do Protocolo de Risco para a Gagueira do Desenvolvimento - PRGD (Andrade, 2006, que considera os seguintes fatores de risco: idade, gênero, tipo de surgimento e tempo de duração das disfluências, tipologia das disfluências, fatores comunicativos e qualitativos associados, histórico mórbido pré, peri e pós natal, fatores estressantes que ocorreram próximo ao surgimento do distúrbio, histórico familial, reação pessoal, familiar e social e atitudes familiares. RESULTADOS: quando o grupo I (GI foi comparado com o grupo II (GII, a única diferença estatisticamente significante foi com relação aos fatores estressantes que ocorreram próximo ao surgimento do distúrbio. CONCLUSÃO: os resultados confirmam a natureza complexa da gagueira, bem como a necessidade de se investigar os vários fatores considerados como de risco para o distúrbio, com intuito de melhorar a compreensão de suas possíveis etiologias.PURPOSE: to investigate and compare the risk factors for stuttering between children with familial developmental stuttering and children with sporadic developmental stuttering. METHODS: 60 children of both genders with stuttering took part, divided in two groups: GI - 30 children with familial developmental stuttering; GII - 30 children with sporadic developmental stuttering. Data were gathered through the Protocol of Risk for the Developmental Stuttering - PRGD (Andrade, 2006, which considers the following factors: age; gender; manner of onset and time of duration for the disfluencies; typology of the disfluencies; associated communicative

  15. Fatores ambientais associados ao sobrepeso infantil Environmental factors associated with childhood overweight

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Farias de Novaes

    2009-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar os fatores ambientais intra-uterinos, perinatais e familiares associados ao sobrepeso infantil, ainda controversos na literatura. MÉTODOS: Estudo transversal realizado com 627 crianças, de 6 a 10 anos, matriculadas em escolas urbanas públicas e privadas do município de Viçosa (MG. O estado nutricional das crianças foi classificado pelo índice de massa corporal, segundo a preconização do Centers for Disease Control and Prevention. Foram aferidas as medidas de peso, estatura, pregas cutâneas tricipital e subescapular, circunferências da cintura e do quadril e pressão arterial das crianças, sendo os fatores ambientais obtidos por meio de questionário, segundo informações maternas. Classificou-se o estado nutricional das mães segundo a recomendação do World Health Organization. RESULTADOS: Do total de crianças, 87,9% eram eutróficas e 12,1% apresentavam sobrepeso. De acordo com a análise de regressão logística múltipla, os fatores associados ao sobrepeso infantil foram apresentar mãe obesa (OR: 6,92; pOBJECTIVE: The objective of this study was to assess intrauterine, perinatal and family factors associated with childhood overweight, which are still controversial in the literature. METHODS: This cross-sectional study included a total of 627 children aged 6 to 10 years, who were enrolled in public and private schools in the city of Viçosa, Minas Gerais State. The nutritional status of the children was classified according to their body mass index, as recommended by the Centers for Disease Control and Prevention. The following data were collected: weight, height, tricipital and subscapular skinfold thicknesses, circumferences of the waist and hip, and blood pressure. The environmental factors were determined by means of a questionnaire, answered by the mother. The nutritional status of the mothers was classified according to the World Health Organization criteria. RESULTS: Out of 627 children, 551 were

  16. Leucemia: fatores prognósticos e genética Leukemia: genetics and prognostic factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nelson Hamerschlak

    2008-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Apresentar as implicações da genética, particularmente das técnicas de citogenética, no diagnóstico e prognóstico das leucemias. FONTES DOS DADOS: Levantamento de artigos selecionados no MEDLINE, através dos programas educacionais da American Society of Hematology, Portal de Periódicos da CAPES, National Comprehensive Cancer Network e capítulos de livros. SÍNTESE DOS DADOS: Desde a descoberta por Peter C. Nowel e David Hungerford da translocação 9:22 (cromossomo Philadelphia em 1960, a genética passou a ter importante papel na hematologia, possibilitando, neste caso, o diagnóstico da leucemia mielóide crônica e abrindo portas para a pesquisa nesta área para toda a oncologia. Um ponto de altíssimo interesse é a implicação destes achados no prognóstico de diversos tipos de leucemia. Na leucemia mielóide aguda, o cariótipo é fundamental na decisão da terapêutica pós-remissão, e fatores moleculares definem o tratamento em indivíduos de cariótipo normal. Na leucemia mielóide crônica, a evolução clonal está associada à evolução para a fase blástica. Pacientes em uso de imatinibe com perda de resposta podem apresentar mutações do gene ABL. Finalmente, na leucemia linfóide aguda, fatores como hiperdiploidia, t 12:21, estão associados a bom prognóstico, ao passo que portadores da t 4:11 e t 9:22 são considerados de alto risco. CONCLUSÃO: A genética veio para ficar na hematologia e, em particular, no manuseio da leucemia e seus fatores prognósticos. Para a melhor evolução do paciente, estes estudos devem ser sempre realizados, e a conduta terapêutica adequada deve ser tomada.OBJECTIVE: To present the implications of genetics, particularly of cytogenetic techniques, for the diagnosis and prognosis of leukemia. SOURCES: A survey of articles selected from MEDLINE, American Society of Hematology educational programs, the CAPES web portal, the National Comprehensive Cancer Network and textbook

  17. Via, homem e veiculo: fatores de risco associados a gravidade dos acidentes de transito

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosa Livia Freitas de Almeida

    2013-08-01

    Full Text Available OBJETIVO Analisar as características das vítimas, vias e veículos envolvidos em acidentes de trânsito e os fatores de risco de acidentes com ocorrência de óbito.  MÉTODOS Estudo de coorte não concorrente considerando os acidentes de trânsito em Fortaleza, CE, de janeiro de 2004 a dezembro de 2008. Foram utilizados dados do Sistema de Informação de Acidente de Trânsito de Fortaleza, do Sistema de Informações de Mortalidade, do Sistema de Informações Hospitalares e dos bancos de dados de Habilitação e Veículos do Departamento Estadual de Trânsito. Técnicas de relacionamento determinístico e probabilístico foram aplicadas para integrar as bases de dados. Efetuou-se a análise descritiva das variáveis relativas às pessoas, às vias, aos veículos e ao tempo. Foram utilizados os modelos lineares generalizados na investigação de fatores de risco para óbito por acidente de trânsito. O ajuste do modelo foi verificado pela razão de verossimilhança e análise ROC.  RESULTADOS Registraram-se 118.830 acidentes no período. Predominaram colisão/abalroamento (78,1%, atropelamentos (11,9% e choque com obstáculo fixo (3,9% e com motocicletas (18,1%. Ocorreram óbitos em 1,4% dos acidentes. Estiveram independentemente associados ao óbito por acidente de trânsito: bicicletas (OR = 21,2; IC95% 16,1;27,8, atropelamentos (OR = 5,9; IC95% 3,7;9,2, choque com obstáculo fixo (OR = 5,7; IC95% 3,1;10,5 e acidentes com motociclistas (OR = 3,5; IC95% 2,6;4,6. Os principais fatores contribuintes foram envolvimento de uma única pessoa (OR = 6,6; IC95% 4,1;10,73, presença de condutores não habilitados (OR = 4,1; IC95% 2,9;5,5 um único veículo envolvido (OR = 3,9; IC95% 2,3;6,4, sexo masculino (OR = 2,5; IC95% 1,9;3,3, tráfego em vias de jurisdição federal (OR = 2,4; IC95% 1,8;3,7, horário madrugada (OR = 2,4; IC95% 1,8;3,0 e dia de domingo (OR = 1,7; IC95% 1,3;2,2, todas ajustadas segundo modelo log-binomial.  CONCLUSÕES As a

  18. Hipercolesterolemia em escolares e seus fatores de risco Hypercholesterolemia and its risk factors among schoolchildren

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cleunice Luzia Smania Coronelli

    2003-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar os fatores de risco da hipercolesterolemia em escolares de sete a dez anos de idade. MÉTODOS: Estudo caso-controle, desenvolvido com 172 escolares do Município de Campinas, SP, pareados conforme sexo e trimestre de idade. Considerou-se caso a hipercolesterolemia, diagnosticada quando a criança apresentava colesterol ³200 mg/dL, e controle quando a criança apresentava colesterol entre 140 e 170 mg/dL. Além da coleta de sangue para a dosagem do nível de colesterol, foram levantados dados sobre pressão arterial, índice de massa corporal e história familiar de doenças cardiovasculares. Os dados foram analisados por correlação bivariada usando o teste t para as variáveis quantitativas e o qui-quadrado para a história familiar de doenças cardiovasculares. O odds-ratio foi usado para estimar o risco de hipercolesterolemia. RESULTADOS: A média do colesterol encontrada foi de 215 mg/dL nos casos e de 154 mg/dL nos controles. A média da pressão arterial sistólica foi de 107 mmHg nos casos e de 106 mmHg nos controles e da diastólica foi de 67 mmHg nos casos e 68 mmHg nos controles. O índice de massa corporal (Kg/m² apresentou média de 18,2 nos casos e de 17,1 nos controles. A análise bivariada mostrou associação entre hipercolesterolemia e índice de massa corporal (p=0,048. O odds ratio apontou a obesidade como fator de risco para a hipercolesterolemia (OR=2,17; IC=1,05 a 4,45. CONCLUSÕES: Os resultados apontaram a obesidade como fator de risco da hipercolesterolemia.OBJECTIVE: To identify the risk factors of hypercholesterolemia among schoolchildren aged 7 to 10 years, Brazil. METHODS: A case-control study was conducted among 172 children matched by sex and age ±3 months in Campinas, Brazil. Cases were defined as hypercholesterolemia when cholesterol ³200 mg/dL and controls when cholesterol 140 and 170 mg/dL. Besides drawing a blood sample for cholesterol, blood pressure, body mass index and family

  19. Finanças comportamentais: fatores que influenciam os consumidores na hora da compra

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simone Pereira da Silva

    2011-01-01

    Full Text Available Este trabalho objetiva estabelecer as principais influências comportamentais dos consumidores na hora da compra em lojas da cidade de Caruaru-PE. A pesquisa foi realizada com consumidores da cidade de Caruaru-PE, no North Shopping, antigo Shopping Caruaru, e no centro da cidade. A amostra dessa pesquisa foi de 200 consumidores, apresentando os seguintes resultados: 50% do público declara ser o preço o fator determinante ao escolher um produto, quando a qualidade do produto não está em questão. No que diz respeito a satisfazer as necessidades de auto-estima, o status da marca é fator decisivo de influência, com 23% das opiniões. Pela pesquisa aplicada, constata-se que, com 31% do total, o sábado é o dia preferido para fazer compras, pela maior disponibilidade de tempo, de produtos ofertados, quer seja no comércio, nas feiras livres ou nos shoppings da cidade. E há a possibilidade de contar com companhia de terceiros, tornando o ato do consumo mais atrativo. Diante de tudo que foi estudado e analisado nesta pesquisa, concluí-se que o comportamento do consumidor deve ser estudado por todos que ofertem algum produto ou serviço, uma vez que o mesmo é determinante na decisão de compra e no sucesso de uma empresa.Abstract This work aims to establish the main influences consumer behavior when buying from stores across the city of Caruaru-PE. The survey was conducted with consumers of the city of Caruaru-PE, North Mall, Shopping Caruaru old, and in the city center. The sample of this study was 200 consumers, with the following results: 50% of the public claims to be the price the determining factor when choosing a product, where product quality is not an issue. Regarding the needs of self-esteem, status of the brand is a decisive factor of influence, with 23% of reviews. For applied research, it appears that, with 31% of the total, Saturday is the favorite day to shop, the greater availability of time, products offered, whether in trade

  20. Fatores associados à recidiva em hanseníase em Mato Grosso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silvana Margarida Benevides Ferreira

    2011-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar fatores associados à ocorrência de recidiva em hanseníase. MÉTODOS: Estudo retrospectivo caso-controle com 159 pacientes maiores de 15 anos diagnosticados com hanseníase em cinco municípios do estado de Mato Grosso, cujas unidades de saúde eram consideradas de referência para o atendimento. O grupo de casos incluiu 53 indivíduos com recidiva de 2005 a 2007 e foi comparado ao grupo controle (106 com alta por cura em 2005, pareados por sexo e classificação operacional. Foram usados dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação, prontuários e entrevistas. Utilizou-se regressão logística condicional e abordagem hierárquica. RESULTADOS: Após análise ajustada, mostraram-se associados à ocorrência de recidiva: indivíduos residentes em casas alugadas (OR = 4,1; IC95%:1,43;12,04, em domicílio de madeira/taipa (OR = 3,2; IC95%: 1,16;8,76, que moravam com mais de cinco pessoas (OR = 2,1; IC95% : 1,03;4,36, com transtorno de uso de álcool (OR = 2,8; IC95%: 1,17;6,79, irregularidade do tratamento (OR = 3,8;IC95%: 1,44;10,02, sem esclarecimento sobre a doença/tratamento (OR = 2,6; IC95%: 1,09;6,13, que usavam transporte coletivo para o acesso à unidade de saúde (OR = 5,5; IC95%: 2,36;12,63, forma clínica da doença (OR = 7,1; IC95%: 2,48;20,52 e esquema terapêutico (OR = 3,7; IC95%: 1,49;9,11. CONCLUSÕES: Os fatores preditivos de recidiva relacionam-se com condições de moradia, hábitos de vida, organização dos serviços de saúde, formas clínicas e esquemas terapêuticos. Cabe aos serviços de saúde oferecer orientações adequadas aos pacientes, bem como garantir a regularidade do tratamento.

  1. Fatores associados à violência física denunciada por mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isabelle da Silva Gama

    2014-12-01

    Full Text Available Objetivo: Ações dirigidas contra a opressão das mulheres podem ser observadas na reconstrução histórica. Contudo, a violência contra a mulher perdura na linha do tempo e se reafirma como violação dos direitos humanos, caracterizando-se como agravo para a saúde pública, destacando-se por sua complexidade, multicausalidade e desafios intersetoriais. O objetivo do estudo foi identificar fatores associados à violência física contra a mulher denunciante em Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM. Métodos: O estudo foi realizado em Fortaleza, CE, em 2011. Uma amostra de 325 inquéritos policiais de mulheres, entre 20 e 59 anos, foi analisada. A violência foi classificada em física e não física. As análises estatísticas utilizadas foram teste qui-quadrado de Pearson e regressão logística multivariada. Resultados: As denúncias de violência física perpetrada por parceiros ou ex-parceiros representaram 42,8% (IC 95%: 37,4 - 48,4 dos inquéritos policiais analisados. A análise multivariada mostrou os possíveis fatores de risco detectados para a mulher sofrer violência física por parceiro ou ex-parceiro íntimo: o fato de a vítima já ter sofrido recidiva de agressão e nunca ter registrado denúncia junto à delegacia; possuir parceiro atual; possuir até dois filhos com o denunciado; estar em ambiente não residencial e o agressor estar sob o efeito de álcool e/ou drogas ilícitas.  Conclusões: Acredita-se que a pesquisa possa subsidiar o encorajamento de mulheres vítimas de seus parceiros/ex-parceiros em prestar denúncia contra o agressor, rompendo o ciclo intermitente de violência.

  2. Fatores de risco e emocionais na voz de professores com e sem queixas vocais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Batista da Costa

    2013-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: analisar a interferência dos fatores de riscos e emocionais na voz de professores com e sem queixa. MÉTODO: a amostra foi composta de 44 professores. Utilizou-se uma ficha com dados pessoais e profissionais, três questionários referentes aos aspectos vocais e dois questionários para dados relacionados à emoção, sobretudo ansiedade, além da coleta de voz para análise perceptivo-auditiva. Os grupos foram divididos a partir do número de sintomas relatados, estabelecendo um número de 22 voluntários no grupo de Professores Sem Queixa (PSQ e 22 no grupo Professores Com Queixas (PCQ, sendo deste grupo, os indivíduos que relataram mais de três sintomas vocais. Os dados foram analisados estatisticamente. RESULTADOS: a média do número de sintomas descritos no QSSV foi de 5,7 (±2,8 para os PCQ e de 0,8 (±0,9 para os PSQ. Os PSQ referiram uma melhor autoavaliação vocal (p= 0,01 e os PCQ afirmaram possuir um maior comprometimento em sua voz (p= 0,001. O grupo PSQ obteve os maiores valores nos escores do QVV-Físico (p=0,0007 e QVV-Total (p= 0,0006. Os PCQ obtiveram maiores valores no IDV-Total (p=0,0003 e IDV-Orgânico (p=0,0006, e um maior comprometimento emocional, com SRQ de 5,7 (±3,9 e IDATE 42,5 (±12,7. A partir da avaliação perceptivo-auditiva, os PCQ apresentaram um desvio vocal moderado com presença de rugosidade, soprosidade e tensão na voz, enquanto os PSQ evidenciam um desvio leve em todos os parâmetros. CONCLUSÃO: os professores com queixas vocais estão expostos a mais fatores de riscos, além de relatarem mais sintomas e comprometimento vocais, bem como emocionais.

  3. Prevalência e fatores de risco relacionados ao uso de drogas entre escolares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Baus

    2002-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a prevalência e os fatores de risco relacionados ao uso indevido de drogas entre estudantes de uma escola pública de primeiro e segundo graus. MÉTODOS: Foi realizado estudo descritivo transversal, utilizando, como instrumento de pesquisa, um questionário anônimo, padronizado e amplamente testado no Brasil para levantamento do uso de drogas. A população estudada foi constituída de 478 estudantes de escola pública de primeiro e segundo graus, de Florianópolis, SC. Os questionários foram aplicados por estudantes universitários devidamente treinados. Entre os estudantes pesquisados, 43% e 32% foram de faixa etária de 13 a 15 anos e de 16 a 18 anos, respectivamente, com predomínio de classes socioeconômicas mais altas. RESULTADOS: A prevalência de uso de maconha na vida (19,9%, solventes (18,2%, anfetamínicos (8,4% e álcool (86,8% foi elevada em Florianópolis, comparada a outras capitais da região Sul e à média brasileira. Notou-se elevado e freqüente uso (seis ou mais vezes por mês de álcool (24,2%, maconha (4,9%, solventes (2,5% e anfetamínicos (2,3%. Os fatores demográficos relacionados ao uso de drogas na vida foram idade, sexo, classe socioeconômica e vida junto aos pais. A chance de garotas usarem remédios para emagrecer ou ficarem acordadas foi o dobro da chance de garotos e, quanto ao uso de tranqüilizantes, quase o triplo. Os garotos tinham um risco quase duas vezes maior de uso de solvente do que as garotas. A classe socioeconômica alta foi associada a um risco duas vezes maior do uso de álcool do que a classe baixa. O risco de uso de cigarro e maconha na vida foi 84% e 67% maior, respectivamente, para alunos cujos pais estavam separados. CONCLUSÃO: Constatou-se alta prevalência de uso de várias drogas entre os alunos de primeiro e segundo graus.

  4. Fatores sociodemográficos e comportamentais associados à adiposidade corporal em adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rodrigo Bozza

    2014-09-01

    Full Text Available Objetivo: Identificar fatores sociodemográficos e comportamentais associados à obesidade abdominal (OA e ao percentual de gordura corporal elevado (%GC elevado em adolescentes de Curitiba-PR. Métodos: A amostra probabilística foi composta por 1.732 adolescentes, de 11 a 19 anos, de ambos os sexos, da rede pública de ensino. Foram coletadas as medidas de dobras cutâneas tricipital e panturrilha para o cálculo do %GC, além da medida da circunferência da cintura. Um questionário foi preenchido pelos adolescentes para avaliação das seguintes variáveis: sexo, idade, tipo de residência, nível socioeconômico, tempo gasto assistindo à TV durante a semana e o fim de semana, além do gasto energético diário. A regressão logística foi utilizada como medida de associação dos fatores sociodemográficos e comportamentais com a obesidade abdominal e o percentual de gordura corporal elevado. Resultados: As meninas apresentaram maior chance de ter o %GC elevado (OR: 2,73; IC95%: 2,32-3,33. Em contrapartida, têm menor chance de ter obesidade abdominal (OR: 0,58; IC95%: 0,44-0,78. Indivíduos mais velhos (16-19 anos apresentaram maior chance de ter o %GC elevado (OR: 1,36; IC95%: 1,02-1,83. Em contrapartida, as faixas etárias mais elevadas (13-15 anos e 16-19 anos tiveram uma associação inversa com a obesidade abdominal. Em relação ao gasto energético diário, os indivíduos menos ativos apresentaram maior chance de ter %GC elevado (OR: 1,36; IC95%: 1,07-1,71 e obesidade abdominal (OR: 1,40; IC95%: 1,09-1,80. Conclusões: Intervenções relacionadas ao aumento nos níveis de atividade física na população jovem devem ser elaboradas para o combate do excesso de adiposidade corporal.

  5. FATORES SOCIOAMBIENT AIS DETERMINANTES DE PARASITOSES INTESTINAIS NA LOCALIDADE HOMERO FIGUEIREDO, FEIRA DE SANTANA, BAHIA, BRASIL.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alany Santos Oliveira

    2015-01-01

    Full Text Available As parasitoses intestinais são doenças cujos agentes etiológicos são helmintos ou protozoários,que se apresentam de forma endêmica em diversas áreas do Brasil, constituindo-se em um dosprincipais problemas de saúde pública, devido ao difícil acesso ao saneamento básico e àeducação pela população mais carente, já que a transmissão desses agentes está diretamenterelacionada com as condições de vida e de higiene da população. O presente trabalho teve comoobjetivo identificar os fatores socioambientais determinantes na disseminação de helmintos eprotozoários entre os indivíduos da localidade Homero Figueiredo, Feira de Santana - BA, localque possui abastecimento de água e esgotamento sanitário. Para isso, foram aplicadosformulários individuais e familiares, a fim de verificar os aspectos epidemiológicos dapopulação em estudo. Além disso, foi realizado o parasitológico de fezes da população, parapesquisa de helmintos e protozoários. A partir dos resultados obtidos no inquérito realizado edas análises parasitológicas, pôde-se constatar que houve positividade em relação às parasitosesintestinais, apesar da presença de condições mínimas de saneamento, como abastecimento deágua e coleta e tratamento de esgoto, e que alguns hábitos podem implicar em riscos decontaminação por parasitos. Diante do exposto, conclui-se que o índice de parasitos e comensaisintestinais em uma localidade está associado a fatores culturais e econômicos, bem como ascondições ambientais presentes no local de habitação e convívio social. Há de se considerar que,além da melhoria das condições sócio-econômicas e da infraestrutura geral, é necessário,também, o engajamento comunitário que é um dos aspectos fundamentais para implantação,desenvolvimento e sucesso dos programas de controle.

  6. Associação entre peso de nascimento e fatores de risco cardiovascular em adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Amenaide Carvalho Alves de Sousa

    2013-07-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Peso ao nascer (PN é um determinante de risco a médio e longo prazo de fatores de risco cardiovascular. OBJETIVO: Estudar a associação entre peso ao nascer e fatores de risco cardiovascular em adolescentes de Salvador. MÉTODOS: Estudo de corte transversal com grupos de comparação por PN. Amostra composta de 250 adolescentes, classificados segundo IMC: normal alto (>p50 e p85 ep95. As variáveis de risco para comparação foram: circunferência abdominal, pressão arterial, perfil lipídico, glicemia, insulina sérica, HOMA-RI e síndrome metabólica. Peso de nascimento foi informado pelos pais e classificado como baixo peso (PN 4.000g. RESULTADOS: Cento e cinquenta e três (61,2% meninas, idade 13,74 ± 2,03 anos, PN normal 80,8%, baixo PN 8,0% e alto PN 11,2%. Observou-se maior frequência de obesidade (42,9%, p=0,005, PAS e PAD elevadas (42,9%, p=0,000 e 35,7%, p=0,007, respectivamente e síndrome metabólica (46,4%,p =0,002 no grupo com PN alto em relação ao PN normal. Indivíduos de alto PN apresentaram RP para PAS elevada 3,3(I.C. 95%, 1,7-6,4 e para obesidade 2,6 (I.C. 95%, 1,3-5,2 em relação aos com PN normal. A CA foi 83,3 ± 10,1 [p=0,038] nos adolescentes com alto PN. O perfil lipídico não mostrou diferenças estatisticamente significantes. CONCLUSÃO: Os dados sugerem que obesidade, PAS e PAD elevadas e síndrome metabólica na adolescência têm chance significativa de associar-se a alto peso no nascimento.

  7. Proteinúria pós-transplante renal - prevalência e fatores de risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudia Maria Costa de Oliveira

    2015-12-01

    Full Text Available Resumo Introdução: A proteinúria pós-transplante renal tem incidência variável, sendo um fator de risco cardiovascular e para a sobrevida do enxerto. Objetivo: Avaliar a prevalência de PTN pós-Tx em receptores de um único centro e fatores associados. Métodos: A prevalência de PTN foi avaliada segundo a definição ≥ 500 mg/24 hs. Os pacientes foram divididos em 3 grupos: grupo A, 1000 mg. Foi testada a associação entre PTN pós-Tx e: idade/gênero do doador e receptor, tipo de doador, função retardada do enxerto, rejeição aguda, HAS e creatinina. As variáveis com valor de p < 0,20 na analise bivariada foram incluídas em modelo de regressão logística multivariado. Resultados: Foram avaliados 173 receptores, idade média 39 anos, 57,2% sexo masculino e 60,7% doador falecido. A prevalência de PTN pós-Tx foi de 24,3%. A distribuição dos pacientes foi de 75,7% para o grupo A, 15,6% para o grupo B e 8,7% para o grupo C. Foram associados a uma maior chance de PTN ≥ 500 mg/24hs: o sexo masculino do receptor, o doador falecido e a HAS pós-Tx. A creatinina aos 12 meses foi significativamente maior nos pacientes com PTN. 62% dos pacientes com PTN ≥ 500 mg/24 hs receberam tratamento com IECA/BRA. Conclusão: A prevalência de PTN pós-Tx renal foi 24,3% segundo a definição utilizada. O sexo masculino do receptor, o doador vivo e a HAS estiveram associadas à maior chance de PTN pós-Tx. O bloqueio do sistema renina-angiotensina deve ser intensificado.

  8. Disfonia em professores do ensino municipal: prevalência e fatores de risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fuess Vera L. R.

    2003-01-01

    Full Text Available A disfonia é um sintoma muito freqüente em professores, profissionais para os quais a voz é elemento indispensável. OBJETIVOS: Observar a prevalência deste sintoma em professores de pré-escola e da escola primária e avaliar fatores e sintomas associados, facilitando a promoção de medidas de prevenção desta manifestação ocupacional. FORMA DE ESTUDO: Coorte transversal. CASUÍSTICA E MÉTODO: Estudo transversal consistindo de questionários respondidos por 451 professores (pré-escola e quatro primeiras séries do ensino fundamental de 66 escolas municipais de Mogi das Cruzes. Ao lado de dados de identificação e demográficos, o questionário abordou questões relacionadas à atividade de professor, à disfonia, presença de sintomas concomitantes e hábitos. Trinta profissionais com problemas constantes de voz foram submetidos a telescopia laríngea, sendo seus diagnósticos tabulados. RESULTADOS: 80,7% dos professores referiram algum grau de disfonia. Não observamos relação entre idade, tempo de profissão e classe atendida e freqüência referida de disfonia. Não houve associação entre freqüência de disfonia e número de fatores extra-profissionais de abuso da voz ou tabagismo. Observamos relação direta entre a freqüência de disfonia e a carga horária semanal (p < 0,01 e o número de alunos por classe (p < 0,02, além de associação significativa com presença de sintomas de rinite alérgica (p < 0,001 e refluxo gastro-esofágico (p < 0,01. O diagnóstico laringoscópico incluiu, ao lado de lesões características de esforço vocal, alterações congênitas e outras etiologias. CONCLUSÕES: A disfonia mostrou elevada prevalência em professores. Medidas preventivas devem contemplar a redução da carga horária e do número de alunos por classe, bem como o tratamento de afecções concomitantes.

  9. Fatores prognósticos em fibrose pulmonar idiopática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    RUBIN ADALBERTO SPERB

    2000-01-01

    Full Text Available Com o objetivo de avaliar quais fatores prognósticos são significativos na sobrevida de pacientes com fibrose pulmonar idiopática (FPI, foram estudados 117 casos com comprovação histológica da doença, internados no Pavilhão Pereira Filho entre 1970 e 1996. Todos os pacientes realizaram radiologia convencional de tórax, espirometria e preencheram um questionário padronizado no momento da internação. Foram também realizados medida da difusão (34 casos, capacidade pulmonar total (28, gasometria (106, lavado broncoalveolar (39, provas reumatismais (45 e tomografia computadorizada de tórax (24. Para uma análise mais específica, os pacientes foram dividos em dois grupos: grupo A (sobrevida até dois anos - 55 pacientes e grupo B (sobrevida maior que cinco anos - 24 pacientes, sendo estas características também analisadas de acordo com a significância em relação à sobrevida. Foram considerados fatores indicativos de pior prognóstico a idade avançada, a duração prolongada de sintomas, a gravidade da dispnéia, a redução da CVF, da DCO, da PaO2 e da SaO2, a intensidade do faveolamento e o grau de profusão do padrão reticular na TCAR. Estiveram também associados à menor sobrevida os valores menores de VEF1 e CPT. A utilização destes critérios de gravidade que apresentaram significância estatística, quando utilizados em conjunto, pode determinar uma avaliação prognóstica mais apurada em pacientes portadores de FPI, com implicações terapêuticas e sociais relevantes para seu manejo e acompanhamento.

  10. Prevalência e fatores de risco relacionados ao uso de drogas entre escolares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Baus José

    2002-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a prevalência e os fatores de risco relacionados ao uso indevido de drogas entre estudantes de uma escola pública de primeiro e segundo graus. MÉTODOS: Foi realizado estudo descritivo transversal, utilizando, como instrumento de pesquisa, um questionário anônimo, padronizado e amplamente testado no Brasil para levantamento do uso de drogas. A população estudada foi constituída de 478 estudantes de escola pública de primeiro e segundo graus, de Florianópolis, SC. Os questionários foram aplicados por estudantes universitários devidamente treinados. Entre os estudantes pesquisados, 43% e 32% foram de faixa etária de 13 a 15 anos e de 16 a 18 anos, respectivamente, com predomínio de classes socioeconômicas mais altas. RESULTADOS: A prevalência de uso de maconha na vida (19,9%, solventes (18,2%, anfetamínicos (8,4% e álcool (86,8% foi elevada em Florianópolis, comparada a outras capitais da região Sul e à média brasileira. Notou-se elevado e freqüente uso (seis ou mais vezes por mês de álcool (24,2%, maconha (4,9%, solventes (2,5% e anfetamínicos (2,3%. Os fatores demográficos relacionados ao uso de drogas na vida foram idade, sexo, classe socioeconômica e vida junto aos pais. A chance de garotas usarem remédios para emagrecer ou ficarem acordadas foi o dobro da chance de garotos e, quanto ao uso de tranqüilizantes, quase o triplo. Os garotos tinham um risco quase duas vezes maior de uso de solvente do que as garotas. A classe socioeconômica alta foi associada a um risco duas vezes maior do uso de álcool do que a classe baixa. O risco de uso de cigarro e maconha na vida foi 84% e 67% maior, respectivamente, para alunos cujos pais estavam separados. CONCLUSÃO: Constatou-se alta prevalência de uso de várias drogas entre os alunos de primeiro e segundo graus.

  11. Fatores intrínsecos do custo energético da locomoção durante a natação

    National Research Council Canada - National Science Library

    Fabrizio Caputo; Mariana Fernandes Mendes de Oliveira; Benedito Sérgio Denadai; Camila Coelho Greco

    2006-01-01

    ... entre os indivíduos parecem ser influenciadas por dois principais fatores, a resistência hidrodinâmica e habilidade técnica do nadador. O menor custo de nado apresentado pelas mulheres tem sido...

  12. FATORES DE RISCO E DE PROTEÇÃO PARA CÂNCER DE MAMA NA MULHER

    OpenAIRE

    Viviane Batistas Szeremeta Bellini; Cristiane dos Santos; Gleidson Brandão Oselame

    2013-01-01

    O câncer de mama é uma doença crônica e degenerativa que se caracteriza por um longo período de latência sem apresentar sintomas e sua etiologia pode estar associada a diversos fatores de risco e de proteção. O objetivo do presente estudo é apresentar os fatores de risco e de proteção para o câncer de mama feminino que mais se destacam na literatura científica. Trata-se de um estudo de revisão, desenvolvido inicialmente na base de dados Scielo pelo descritor “câncer de mama”, em todos os índi...

  13. Fatores de risco para mortalidade neonatal no município de Serra, Espírito Santo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliane de Fátima Almeida Lima

    2012-08-01

    Full Text Available Objetivou-se analisar os fatores de risco associados à mortalidade neonatal no município de Serra, ES. Realizou-se estudo de coorte não concorrente, utilizando a técnica de Linkage que pareou os 32.275 nascidos vivos com 273 óbitos neonatais ocorridos no período de 2001 a 2005, utilizando-se dados do SINASC e SIM. Após os ajustes na regressão logística, os fatores associados à mortalidade foram: mães sem instrução, idade materna 35 anos, nascer em hospital público, nenhuma consulta de pré-natal, peso ao nascer.

  14. Fatores influenciadores na capacidade de inovação em empresas de serviços

    OpenAIRE

    Cauê Steinbach Silveira

    2014-01-01

    Esta dissertação tem por objetivo compreender os fatores influenciadores da capacidade de inovação em empresas de serviço do setor de saúde (clínicas de dermatologia e estética) em Florianópolis. A representatividade do setor de serviços na construção do valor adicionado da economia dos países, o papel da inovação nesse cenário, a busca pelo desenvolvimento econômico e social foram fatores que incentivaram o desenvolvimento da pesquisa que se apresenta. A natureza do trabalho em tela é qualit...

  15. Fatores que influem na qualidade do suco de laranja Factors of influence in the quality of orange juice

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Randolpho da Silva CORRÊA NETO

    1999-01-01

    Full Text Available O suco de laranja é um produto complexo cuja vida-de-prateleira é influenciada por fatores como o desenvolvimento de microrganismos deteriorantes, ação de enzimas e reações químicas, que comprometem as características de cor, aroma e sabor, e também, provocam perdas nutricionais. Nesta revisão, apresentam-se os fatores responsáveis pela estabilidade do suco de laranja e as alterações que ocorrem durante sua comercialização.Fruit juices are complex foods so that their shelflife is limited by factors like microbiological spoilage, enzymatic action and chemical reactions, that compromise their characteristics of color, taste, odor and also loss of nutritional value. In this review the factors responsible for the orange juice stability and their changes in quality are discussed.

  16. Fatores anteriores ao ingresso como preditivos de evasão nos anos iniciais dos cursos superiores de tecnologia

    OpenAIRE

    Rafaela de Menezes Souza Brissac

    2009-01-01

    Resumo: A evasão de estudantes do ensino superior evidencia-se como fenômeno complexo, com conseqüências de ordem pessoal, institucional e social. Entre os estudos que buscam aprofundar o conhecimento sobre este fenômeno encontram-se os que se detém a pesquisar as causas e fatores associados à evasão de alunos neste nível de ensino. No que se refere às variáveis associadas à ocorrência da evasão, os estudos têm mostrado que é possível localizar fatores que são anteriores ao ingresso do estuda...

  17. Fatores relacionados com a prática da episiotomia no Brasil: revisão de literatura

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Cleison Silva dos Santos

    2016-10-01

    Full Text Available Este trabalho teve como finalidade apresentar os fatores relacionados com a prática da episiotomia, no Brasil, estudados na literatura. Realizou-se uma revisão, mediante a seleção de artigos na Biblioteca Virtual de Saúde e a amostra final foi composta por oito estudos primários. Os fatores relacionados com a prática da episiotomia mais analisados pelos estudos brasileiros foram: condições maternas (idade, escolaridade, paridade, episiotomia anterior, rigidez perineal, altura do períneo; condições fetais (escore de Apgar, peso ao nascer, idade gestacional; condições assistenciais (posição materna, administração de ocitocina e misoprostol, manobra de Kristeller, formação do profissional e turno de trabalho. Este trabalho teve como finalidade apresentar os fatores relacionados com a prática da episiotomia, no Brasil, estudados na literatura. Realizou-se uma revisão, mediante a seleção de artigos na Biblioteca Virtual de Saúde e a amostra final foi composta por oito estudos primários. Os fatores relacionados com a prática da episiotomia mais analisados pelos estudos brasileiros foram: condições maternas (idade, escolaridade, paridade, episiotomia anterior, rigidez perineal, altura do períneo; condições fetais (escore de Apgar, peso ao nascer, idade gestacional; condições assistenciais (posição materna, administração de ocitocina e misoprostol, manobra de Kristeller, formação do profissional e turno de trabalho. Influência de fatores familiares sobre a saúde mental de crianças e de adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Didier Houzel

    Full Text Available Este trabalho está centrado sobre os principais fatores familiares que se inscrevem no campo das interações pais/criança, excluindo-se os fatores familiares diretamente ligados a um mecanismo biológico (genético, infeccioso ou tóxico. O lugar dos fatores familiares de natureza sociológica é somente levado em conta no caso de inter-relação estreita entre esses aspectos socioeconômicos e os aspectos relacionais desta problemática da saúde mental. Finalizando em torno do conceito de “resiliência”, este trabalho faz ressaltar a grande prudência que é necessário ter quando se trata de reflexão etiopatogênica, a qual deve se manter essencialmente polifatorial e multidimensional, evitando todo reducionismo biológico linear e potencialmente perigoso nos planos conceitual e prático.

  18. Fatores associados à prova de trabalho de parto em primíparas com uma cesárea anterior

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pires Helaine M B

    1999-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar fatores médicos e não médicos associados à realização da prova de trabalho de parto na segunda gestação de primíparas com uma cesárea anterior. MÉTODOS: Estudo de caso-controle aninhado, com uma análise secundária de dados de um estudo de coorte retrospectivo previamente desenvolvido numa população de mulheres que deu à luz ao primeiro filho em Campinas, no ano de 1985. RESULTADOS: Os principais fatores que estiveram associados à realização da prova de trabalho de parto em 333 gestantes dentre as 1.352 secundigestas com uma cesárea anterior foram: renda familiar mensal inferior a 5 salários-mínimos, seguro-saúde pelo Sistema Único de Saúde, baixa idade materna, presença de rotura de membranas e ocorrência de trabalho de parto no primeiro parto. CONCLUSÃO: Os fatores socioeconômicos são fundamentalmente os principais determinantes da realização da prova de trabalho de parto em secundigestas, com uma cesárea anterior.

  19. Fatores associados à exposição ocupacional com material biológico entre profissionais de enfermagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nádia Bruna da Silva Negrinho

    Full Text Available RESUMO Objetivo: identificar os fatores associados à exposição ocupacional com material biológico entre profissionais de enfermagem. Método: estudo transversal, realizado em um hospital, de alta complexidade, do interior do Estado de São Paulo, Brasil. Foram entrevistados profissionais de enfermagem no período de março a novembro de 2015. Todos os aspectos éticos foram contemplados. Resultado: dentre 226 profissionais entrevistados, 17,3% sofreram exposição ocupacional com material biológico potencialmente contaminado, sendo 61,5% por via percutânea. Fatores, como a faixa etária (p=0,003, a experiência na enfermagem (p=0,015 e na instituição, (p=0,032 estiveram associados ao acidente. Conclusão: a maior parte dos acidentes com material biológico entre os profissionais de enfermagem ocorreu por via percutânea sendo que a idade, experiência profissional e na instituição compreenderam fatores associados à exposição ocupacional.

  1. Fatores associados ao abandono escolar no ensino médio público de Minas Gerais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tufi Machado Soares

    2015-09-01

    Full Text Available Este artigo tem como objetivo apontar quais são os principais fatores que influenciam o abandono escolar no ensino médio. Os dados utilizados baseiam-se em uma série histórica construída a partir do levantamento das Pesquisas Nacionais por Amostra de Domicílios (PNAD e numa ampla pesquisa realizada no estado de Minas Gerais (MG, a qual culminou na coleta de diversas informações de um total de 3.418 entrevistados (entre alunos cursantes e não-cursantes. Com base nesses dados, estimaram-se modelos de regressão de risco proporcional de Cox, que permitiram identificar a correlação entre fatores intra e extraescolares com o abandono precoce. Outro modelo desenvolvido utilizou as bases de dados da PNAD, em que um modelo logito foi estimado, permitindo verificar a taxa do não abandono na trajetória do ensino médio também para o estado de Minas Gerais. Entre os resultados encontrados, destacam-se alguns fatores expressivos na explicação do abandono, tais como: a dificuldade nas disciplinas, ânsia por uma escola diferente, percepção de melhores oportunidades de trabalho com a continuidade dos estudos e a importância atribuída na escolha à escola.

  2. Fatores de risco e de proteção em adolescentes vítimas de abuso sexual

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jeane Lessinger Borges

    2013-09-01

    Full Text Available Este artigo refere-se a uma pesquisa qualitativa que visou identificar os fatores de risco e de proteção em casos de abuso sexual na adolescência. Foram entrevistadas duas meninas adolescentes vítimas de abuso sexual, de um município do Interior do Rio Grande do Sul. Os dados das entrevistas foram analisados por meio da Análise de Conteúdo (Bardin, 1977. Em relação aos resultados, percebe-se uma presença maior de fatores de risco do que de fatores de proteção no momento atual de vida das adolescentes, o que merece uma atenção especial por parte dos serviços que atendem estes casos. Sugerem-se pesquisas referentes aos estudos relacionados à resiliência e aos aspectos positivos da vida do ser humano, em vítimas de abuso sexual, buscando fortalecer os aspectos saudáveis das vítimas e ajudá-las a reconstruir sua vida.

  3. Fatores associados ao comportamento sedentário em escolares de 9-12 anos de idade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Amanda Santos

    2013-09-01

    Full Text Available São recentes os estudos que investigaram impactos do comportamento sedentário (CS sobre a saúde, principalmente em crianças. O objetivo foi investigar fatores associados ao CS em escolares do município de Uberaba, MG. Trata-se de estudo epidemiológico, transversal, com amostra probabilística (n = 649. Foram coletadas e consideradas variáveis independentes: medidas antropométricas, pressão arterial, exames bioquímicos, tempo gasto em atividade física (AF. CS foi considerado variável dependente, caracterizado pelo tempo de tela (TT, e verificado fatores associados pela regressão de Poisson. Meninas apresentaram valores maiores de dobras cutâneas, triglicerídeos e HDL-c e meninos, maior concentração de glicose sanguínea, atenderam mais à recomendação de 60 min de AF/dia e maior CS. O TT > 2 h/dia foi prevalente em 76,9 % da amostra. CS não foi associado a variáveis sociodemográficas, de saúde e comportamentais em crianças de 9-12 anos de idade. Mais pesquisas são necessárias para elucidar as inter-relações complexas entre TT e fatores associados.

  4. Fatores associados à prova de trabalho de parto em primíparas com uma cesárea anterior

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Helaine M B Pires

    1999-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar fatores médicos e não médicos associados à realização da prova de trabalho de parto na segunda gestação de primíparas com uma cesárea anterior. MÉTODOS: Estudo de caso-controle aninhado, com uma análise secundária de dados de um estudo de coorte retrospectivo previamente desenvolvido numa população de mulheres que deu à luz ao primeiro filho em Campinas, no ano de 1985. RESULTADOS: Os principais fatores que estiveram associados à realização da prova de trabalho de parto em 333 gestantes dentre as 1.352 secundigestas com uma cesárea anterior foram: renda familiar mensal inferior a 5 salários-mínimos, seguro-saúde pelo Sistema Único de Saúde, baixa idade materna, presença de rotura de membranas e ocorrência de trabalho de parto no primeiro parto. CONCLUSÃO: Os fatores socioeconômicos são fundamentalmente os principais determinantes da realização da prova de trabalho de parto em secundigestas, com uma cesárea anterior.

  5. Fatores associados a infeccao pelo uso do cateter central de insercao periferica em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elysangela Dittz Duarte

    2013-06-01

    Full Text Available Estudo epidemiológico, longitudinal e analítico, desenvolvido em um hospital de Minas Gerais, com o objetivo de analisar os fatores associados à infecção pelo uso do cateter central de inserção periférica em recém-nascidos internados em unidade de terapia intensiva. A coleta dos dados foi realizada por meio de uma ficha estruturada, preenchida pelos profissionais e verificada pelos pesquisadores. Foram estudados 291 cateteres inseridos em 233 recém-nascidos. Os fatores associados à retirada por suspeita de infecção foram: prematuridade, peso ao nascer até 1.500 gramas, cateter de poliuretano, localização não centralizada do cateter e tempo de uso superior a 30 dias. Após ajuste multivariado, permaneceram independentemente associados: peso inferior a 2.500 gramas na inserção, reparo e tempo de uso do cateter. Conclui-se que fatores relacionados à prática dos profissionais contribuíram para a retirada dos cateteres, sinalizando para a necessidade de intervenções que melhorem a segurança e a eficácia em seu uso.

  6. Prevalência de transtornos mentais entre crianças e adolescentes e fatores associados: uma revisão sistemática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daianna Lima Thiengo

    2014-12-01

    Full Text Available Objetivo O objetivo deste estudo foi realizar uma revisão sistemática para identificar os transtornos mais prevalentes na infância e adolescência e possíveis fatores associados. Métodos Várias bases eletrônicas de dados foram pesquisadas. Foram considerados critérios de inclusão: estudos epidemiológicos de base populacional; observacionais; com instrumentos validados; publicados em inglês, espanhol ou português; e que obtiveram pontuação acima de 12 pontos conforme critérios metodológicos do Checklist for Measuring Quality. Resultados Os transtornos mais frequentes encontrados pelos estudos, respectivamente, foram: depressão, transtornos de ansiedade, transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH, transtorno por uso de substâncias e transtorno de conduta. Fatores que mais se mostraram associados aos diferentes transtornos foram: fatores biológicos, fatores genéticos e fatores ambientais. Conclusão O conhecimento desses transtornos e seus potenciais fatores de risco trazem a possibilidade de desenvolvimento de programas de intervenção focados em prevenir ou atenuar os efeitos destes.

  7. Proposição de um modelo para análise dos fatores de risco em projetos de implantação da metodologia lean

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jonatas Ost Scherer Ost Scherer

    2013-01-01

    Full Text Available A gestão dos riscos envolvidos em projetos de implantação da metodologia lean é importante para reverter o baixo percentual de sucesso encontrado em tais projetos. Este artigo apresenta três contribuições principais ao tema: (i identificação dos fatores de risco em projetos de implantação da metodologia lean; (ii levantamento da intensidade do relacionamento entre os fatores identificados; e (iii algoritmo para a estimativa da probabilidade de sucesso da implantação, considerando a condição dos fatores e intensidade do relacionamento entre eles. O modelo proposto foi baseado na revisão da literatura e na opinião de especialistas da academia e da indústria. Ele utiliza preceitos de confiabilidade, em que os fatores de risco são modelados como um sistema série-paralelo. O modelo, testado em três empresas, apresentou resultados coerentes com as incertezas e riscos destes projetos. Identificou também os fatores de risco críticos para o projeto, considerando a sinergia entre os fatores.

  8. Fatores associados ao aborto induzido entre jovens pobres na cidade de São Paulo, 2007

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rebeca de Souza e Silva

    2012-12-01

    Full Text Available Esse artigo investiga fatores associados ao aborto induzido entre jovens residentes numa comunidade pobre da cidade de São Paulo. A amostra foi composta por 102 homens e 99 mulheres de 14 a 25 anos de idade que já haviam iniciado suas vidas sexuais. Usou-se o modelo hierárquico de regressão logística. As variáveis não ter companheiro sexual no momento da entrevista, sexo do entrevistado, idade no momento da entrevista, priorizar morar só e número de gestações compuseram o modelo final. Dar muita importância a morar só quadruplica a chance de ocorrer um aborto. Jovens mais velhos foram menos propensos a se deparar com um aborto, dado que a chance de se optar pelo aborto se reduz 17% para cada incremento de um ano na idade dos jovens. Isso é indicativo de que as gestações ocorreram de forma inesperada, intempestiva, como é praxe nas condutas adolescentes, sendo as maiores candidatas a terminarem em aborto provocado. Evidencia-se, portanto, a necessidade de serem investidos recursos financeiros para obtenção de métodos contraceptivos eficazes e inócuos, destinados ao início da vida sexual.

  9. Estrutura e suporte familiar como fatores de risco na depressão de adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Makilim Nunes Baptista

    Full Text Available A depressão pode ser considerada atualmente um dos principais transtornos de nossa época. Quando se pergunta como um indivíduo desenvolve a depressão, não se pode pensar em uma causa específica, pois como a maioria dos problemas humanos, é mais adequado falar em multifatores que se interrelacionam e geram, como respostas, alguns comportamentos que o indivíduo apresenta em seu meio. Sabe-se que a depressão pode ser influenciada, na sua etiologia e manutenção, por fatores biológicos/genéticos, psicológicos e sociais, dentro dos quais este artigo abordará, mais especificamente, os aspectos sociais, principalmente as influências na relação entre o suporte familiar e a depressão na adolescência. Desta forma, o clínico deve estar atento para todas, senão grande parte destas variáveis, com o objetivo de desenvolver um diagnóstico mais objetivo e preciso, além de realizar uma intervenção de ampla magnitude.

  10. Fatores que influenciam na interrupção do aleitamento materno exclusivo em nutrizes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luna Jamile Xavier Amaral

    Full Text Available RESUMO Objetivo Identificar os fatores que podem influenciar as nutrizes na interrupção do aleitamento materno exclusivo durante os primeiros seis meses de vida do lactente. Método Pesquisa descritiva, exploratória, qualitativa. As informações foram coletadas por meio de entrevista semiestruturada com 14 mulheres que estavam em aleitamento materno e realizaram pré-natal em Unidades Básicas de Saúde da Família no município de Campina Grande-PB, no período de abril a maio de 2013. Os dados foram tratados pela técnica de Análise de Conteúdo de Bardin. Resultados Pouco conhecimento das nutrizes em relação ao vínculo afetivo do binômio, à redução dos gastos da família com a alimentação da criança e ao risco de hemorragias no pós-parto; crença na produção insuficiente de leite; dificuldade de pega da mama; e diversas intercorrências mamárias no pós-parto. Conclusões É necessário expandir as orientações e o apoio ao AM com vistas principalmente ao apoio às nutrizes nas primeiras semanas pós-parto.

  11. Fatores de risco para mortalidade neonatal precoce Risk factors for early neonatal mortality

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Schoeps

    2007-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar os fatores de risco da mortalidade neonatal precoce. MÉTODOS: Estudo caso-controle de base populacional com 146 óbitos neonatais precoces e amostra de 313 controles obtidos entre os sobreviventes ao período neonatal, na região sul do município de São Paulo, no período de 1/8/2000 a 31/1/2001. As informações foram obtidas por meio de entrevistas domiciliares e prontuários hospitalares. Foi realizada análise hierarquizada em cinco blocos com características: 1 socioeconômicas das famílias e das mães; 2 psicossociais maternas; 3 biológicas e da história reprodutiva materna; 4 do parto; 5 do recém-nascido. RESULTADOS: Os fatores de risco para a mortalidade neonatal precoce foram: Bloco 1: baixa escolaridade do chefe da família (OR=1,6; IC 95%: 1,1;2,6; domicílio em favela (OR=2,0; IC 95%: 1,2;3,5, com até um cômodo (OR=2,2; IC 95%: 1,1;4,2; Bloco 2: mães com união recente (OR=2,0; IC 95%: 1,0;4,2 e sem companheiro (OR=1,8; IC 95%: 1,1;3,0, presença de maus tratos (OR=2,7;1,1-6,5; Bloco 3: presença de intercorrência na gravidez (OR=8,2; IC 95%: 5,0;13,5, nascimento prévio de baixo peso (OR=2,4; IC 95%: 1,2;4,5; pré-natal ausente (OR=16,1; IC 95%: 4,7;55,4 ou inadequado (OR=2,1; IC 95%: 2,0;3,5; Bloco 4: presença de problemas no parto (OR=2,9; IC 95%: 1,4;5,1, mães que foram ao hospital de ambulância (OR=3,8; IC 95%: 1,4;10,7; Bloco 5: baixo peso ao nascer (OR=17,3; IC 95%: 8,4;35,6, nascimento de pré-termo (OR=8,8; IC 95%: 4,3;17,8. CONCLUSÕES: Além dos fatores proximais (baixo peso ao nascer, gestações de pré-termo, problemas no parto e intercorrências durante a gestação, identificou-se a participação de variáveis que refletem exclusão social e de fatores psicossociais. Esse contexto pode afetar o desenvolvimento da gestação e dificultar o acesso das mulheres aos serviços de saúde. A assistência pré-natal adequada poderia minimizar parte do efeito dessas variáveis.OBJECTIVE: To

  12. Fatores de risco cardiovascular em adultos jovens de um município do Nordeste brasileiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Emiliana Bezerra Gomes

    2012-08-01

    Full Text Available Objetivou-se averiguar fatores de risco cardiovasculares em adultos jovens num interior do Nordeste brasileiro. Estudo quantitativo realizado com 351 escolares adultos jovens de 12 escolas públicas em Juazeiro do Norte, Ceará, selecionados aleatoriamente e estratificados por escola e turno. Os resultados apresentaram maioria feminina, mestiça, conciliando estudo e trabalho, sem companheiro(a e morando com os pais. Houve sedentarismo (57,3%, obesidade/sobrepeso (19,4%, adição de sal à comida (54,4%, ingestão alcoólica (76,1%, hipertensão arterial (1,1% com 50% de não adesão ao tratamento, diabetes mellitus (0,6% e antecedentes familiares de doenças cardiovasculares (86,3%. Caracterizar os riscos cardiovasculares entre os adultos jovens direciona ações de saúde e potencialidades nas parcerias com as escolas.

  13. Estrutura e suporte familiar como fatores de risco na depressão de adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Makilim Nunes Baptista

    Full Text Available A depressão pode ser considerada atualmente um dos principais transtornos de nossa época. Quando se pergunta como um indivíduo desenvolve a depressão, não se pode pensar em uma causa específica, pois como a maioria dos problemas humanos, é mais adequado falar em multifatores que se interrelacionam e geram, como respostas, alguns comportamentos que o indivíduo apresenta em seu meio. Sabe-se que a depressão pode ser influenciada, na sua etiologia e manutenção, por fatores biológicos/genéticos, psicológicos e sociais, dentro dos quais este artigo abordará, mais especificamente, os aspectos sociais, principalmente as influências na relação entre o suporte familiar e a depressão na adolescência. Desta forma, o clínico deve estar atento para todas, senão grande parte destas variáveis, com o objetivo de desenvolver um diagnóstico mais objetivo e preciso, além de realizar uma intervenção de ampla magnitude.

  14. Fatores de risco para o câncer de colo do útero em mulheres reclusas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Saiwori de Jesus Silva Bezerra dos Anjos

    2013-08-01

    Full Text Available Objetivou-se identificar os fatores de risco para o desenvolvimento do câncer de colo uterino em mulheres reclusas. Estudo descritivo, de corte transversal, realizado em um instituto penal feminino cearense. A seleção da amostra do estudo ocorreu de acordo com a disponibilidade de presidiárias no momento da coleta, totalizando 36 reclusas. Referente aos riscos para o câncer cervical, 16 mulheres (44,5% eram tabagistas, 24 (70,5% já fizeram uso do contraceptivo oral por um tempo médio de 46 meses, 24 (66,6% apresentaram coitarca com idade inferior a 15 anos; 26 (72,2% faziam uso de preservativo, porém 10 (38,4% o usavam raramente. Tais achados demonstram que a população encarcerada apresenta maior vulnerabilidade ao câncer de colo uterino, sendo necessária a promoção da saúde no ambiente, visto que tal momento se configura como uma oportunidade singular.

  15. INOVAÇÃO EM ORGANIZAÇÕES DE ENSINO: FATORES CONTRIBUINTES E DESEMPENHO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Favio Akiyoshi Toda

    2015-06-01

    Full Text Available O estudo teve como objetivo avaliar a adoção de inovações sob a perspectiva de fatores internos às organizações, examinando a relação da inovação com a liderança transformacional e o clima organizacional de suporte à inovação. O método de pesquisa adotado foi a survey. A população-alvo do estudo consistiu de 358 escolas municipais do Rio de Janeiro; a amostra final consistiu de 102 escolas, tendo respondido ao questionário 1099 professores e 140 diretores. Os resultados, usando modelagem de equações estruturais, mostraram o efeito da liderança sobre o clima organizacional de suporte à criatividade e inovação, e deste, por sua vez, sobre o desempenho inovador da organização. O estudo contribui para o entendimento da inovação em organizações burocráticas e estruturas mecanísticas.

  16. Prevalência e fatores associados a acidentes de trânsito com mototaxistas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gilmara Celli Maia de Almeida

    2016-04-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo: identificar a prevalência de acidentes motociclísticos envolvendo mototaxistas e fatores associados. Método: estudo transversal e exploratório, com aplicação de questionários aos mototaxistas das 32 praças de Caicó, Rio Grande do Norte, Brasil (N=420. Resultados: os mototaxistas têm alta carga horária de trabalho diária (12 horas em média e foi verificado que 63,6% já se envolveram em pelo menos um acidente motociclístico. A ocorrência de acidentes motociclísticos foi associada significativamente apenas com escolaridade (p<0,001, não havendo associação significativa com as demais variáveis, tais como idade (p=0,132, tempo de serviço (p=0,744 e carga horária de trabalho (p=0,830. Conclusão: é necessário implementar ações preventivas e educativas com os mototaxistas e usuários do serviço acerca dos acidentes e condutas emergenciais, devido à constante exposição a acidentes durante sua rotina de trabalho.

  17. Fatores de risco para complicações em extremidades inferiores de pessoas com diabetes mellitus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Emília Pace

    2002-10-01

    Full Text Available O estudo analisou fatores de risco para complicações em pés de pessoas com diabetes em Unidade Ambulatorial. Os dados foram obtidos por meio de entrevista semi-estruturada, avaliação de pés e exames laboratoriais. Os riscos tiveram a análise segundo Zavala e Braver e Sistema de Classificação do Consenso Internacional sobre Pé Diabético, mediante estatística descritiva. Nos resultados, a idade média foi 53,3±13 anos, tempo da doença 12,9±9 e 58% tinham ensino fundamental incompleto. Dentre os riscos, identificou-se complicações microvasculares, hipertensão arterial, nível glicêmico inadequado, sedentarismo, uso de sapatos inapropriados, somadas às alterações dermatológicas e estruturais. No risco para úlceras, obteve-se 19,1% entre as categorias 2 e 3. Os dados reforçaram necessidade de atendimento primário com ênfase na avaliação de riscos e educação do paciente.

  18. FATORES DE RISCO NA REPETIÇÃO DE GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eulália Maria Chaves-Maia

    2009-01-01

    Full Text Available A fim de traçar o perfil biopsicossocial de adolescentes com repetição de gravidez e seus fatores associados, investigou-se questões socio-demográficas, variáveis biológicas e psicológicas de 50 adolescentes multigestas.Os dados analisados através de estatística descritiva apontam que a maioria das adolescentes não frequentava a escola e vivia em união estável, que 54% não fez uso de métodos contraceptivos na primeira relação sexual e 88% nunca participou dos programas de Planejamento Familiar. Assim, políticas públicas de educação sexual e reprodutiva devem identificar comportamentos sexuais de risco, atuar na construção de valores familiares e no planejamento das gestações.

  19. Habilidades sociais: fator de proteção contra transtornos alimentares em adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Laura Giron Uzunian

    2015-11-01

    Full Text Available Resumo O objetivo desse estudo foi revisar a literatura a cerca da relação entre transtornos alimentares e habilidades sociais em adolescentes. Pesquisou-se as bases de dados Medline, SciELO e Lilacs, cruzando os descritores “transtornos alimentares”, “anorexia nervosa”, “bulimia nervosa” e “comportamento alimentar”, com os descritores “psicologia social” e “isolamento social”, e com as palavras chave “competência social”, “habilidade social” e “relação interpessoal”. Incluiu-se estudos com adolescentes, nos idiomas português, inglês e espanhol, e publicações realizadas entre os anos de 2007 a 2012. A busca resultou em 63 artigos, sendo incluídos 50 nesta revisão. A maioria dos estudos foi conduzido no Brasil e nos Estados Unidos. Do total, 43 eram artigos originais. Os estudos visavam compreender como o estado emocional poderia influenciar no estabelecimento dos transtornos alimentares, assim como as relações interpessoais e a relação entre os pares. Os artigos também discutiram a influência da mídia e da sociedade neste processo. A partir da análise dos estudos, observou-se que quanto maior o repertório de habilidades sociais dos adolescentes, maior será o fator de proteção contra o desenvolvimento de transtornos alimentares.

  20. Fatores de risco na adolescência: discutindo dados do DF

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kátia Tarouquella Brasil

    2006-12-01

    Full Text Available Este estudo teve por objetivo investigar e discutir situações de risco psicossocial em adolescentes do Distrito Federal tomando por base a Teoria dos Sistemas Ecológicos. Foram aplicados 852 questionários em adolescentes de escolas públicas do DF, localizadas em regiões previamente selecionadas e com indicadores de risco psicossocial. Os resultados mostram que a violência, as tentativas de suicídio, a presença de drogas e a sexualidade são fatores de risco para os jovens. Contudo, estes adolescentes têm desenvolvido estratégias efetivas para a promoção de sua saúde, como o uso de preservativos nas relações sexuais, a convivência familiar cotidiana, a expectativa de apoio de vizinhos e líderes comunitários. Percebe-se que esta pode ser uma realidade específica do DF e salienta-se a necessidade de construção de Políticas Públicas que beneficiem as questões de prevenção à violência intrafamiliar, e também a obtenção de sustentabilidade econômica destes jovens.

  1. Prevalência de fatores de risco em pacientes com infarto agudo do miocárdio

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simone Mathioni Mertins

    2016-01-01

    Full Text Available Objetivo: Identificar a prevalência de fatores de risco em pacientes com infarto agudo do miocárdio, internados em uma Unidade de Terapia Intensiva Coronariana de um hospital da região noroeste do estado do Rio Grande do Sul ̸ Brasil. Metodologia: Estudo quantitativo, descritivo e transversal, realizado no período compreendido entre 25 de abril a 25 de junho de 2012, com 48 pacientes. As variáveis de interesse para este estudo foram as condições sociodemográficas, dados antropométricos, hábitos alimentares e fatores de risco cardiovascular. Resultados: A idade média foi de 59,9 ± 11,55 anos, com predominância do sexo masculino (81,3%, de cor branca (83,3%, casados (70,8%, ensino fundamental incompleto (72,9%, aposentados (37,5%, renda menor que três salários mínimos (58,3% e procedentes da região urbana (72,9%. A prevalência dos fatores de risco se distribuiu da seguinte forma: sedentarismo (91,7%, hipertensão arterial sistêmica (63,8%, estresse (50%, circunferência abdominal alterada (50%, história familiar (43,7%, tabagismo (41,7%, sobrepeso (35,5%, obesidade (33,4%, dislipidemia (23%, diabetes mellitus (20,8% e consumo de álcool (12,5%. Conclusão: Os dados apresentados mostram a elevada prevalência de fatores de risco em pacientes que tiveram infarto agudo do miocárdio e nos direcionam a entender o papel da educação em saúde como estratégia para reduzir as causas de morbimortalidade, além de propor ações de cuidado e autocuidado e mudanças nos hábitos de vida.  Descritores: Fatores de Risco; Infarto do Miocárdio; Educação em Saúde (Fontes: DeCS e BIREME.

  2. Substituição de fatores produtivos na produção de soja no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciane Conte

    2007-06-01

    Full Text Available O objetivo desse trabalho é analisar as inter-relações entre os principais insumos utilizados no processo produtivo da soja e as suas possibilidades de substituição, através dos conceitos das elasticidades-preço da demanda, de Allen e de Morishima. O referencial teórico do estudo é o da teoria da dualidade da função custo e da função de produção. Os dados são provenientes de uma pesquisa de campo realizada nos cinco principais estados produtores do País. Químicos, capital, terra, mão-de-obra e outros custos foram as variáveis analisadas. As elasticidades-preço cruzadas mostraram que há complementaridade entre os fatores mão-de-obra e capital. As elasticidades de substituição parcial de Allen indicaram substituição entre a maior parte dos fatores de produção. Houve uma forte relação de complementaridade entre os fatores capital e mão-de-obra e de substituição entre os fatores químicos e mão-de-obra. Na classificação de Morishima, capital e mão-de-obra são complementares quando o preço de capital varia e substitutos quando varia o preço do fator mão-de-obra.This paper analyzes the substitution relations between the main inputs used in soybean production in Brazil, through the estimates of Allen and Morishima substitution elasticities. The theoretical approach used is the production/cost duality. The data was obtained from field research in the five main production states in the country. Chemicals, capital, land, labor and other costs were the variables under study. The estimated cross-price elasticities pointed to complementary relations between labor and capital. The Allen partial substitution elasticities showed substitution between most of the production factors, but a strong complementarity relation was found between capital and labor. In the Morishima elasticity of substitution concept capital and labor were found to be complements when the price of capital varies and substitutes when the price of

  3. Prevalência dos fatores trombofílicos em mulheres com infertilidade Prevalence of thrombophilic factors in infertile women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana de Góes e Silva Soligo

    2007-05-01

    Full Text Available OBJETIVO: determinar a prevalência dos fatores trombofílicos em mulheres inférteis. MÉTODOS: estudo de corte transversal, no qual foram admitidas mulheres inférteis atendidas em clínica privada e submetidas à investigação de trombofilia, conforme protocolo da referida clínica, no período de março de 2003 a março de 2005, após aprovação do Comitê de Ética e Pesquisa da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP. Foram incluídas mulheres com história de infertilidade, definida como um ano de coito desprotegido sem concepção. Foram excluídas mulheres com hepatopatia e dados incompletos em prontuário, obtendo-se uma amostra de 144 mulheres. Os fatores trombofílicos avaliados foram: o anticorpo anticardiolipina (ACL, o anticoagulante lúpico (ACGL, a deficiência de proteína C (DPC, a deficiência de proteína S (DPS, a deficiência de antitrombina III (DAT, a presença do fator V de Leiden, uma mutação no gene da protrombina e a mutação do metileno tetrahidrofolato redutase (MTHFR. Resultados: os valores de prevalência obtidos para ACL e ACGL foram de 2%. A prevalência dos fatores trombofílicos hereditários foram: DPC=4%, DPS=6%, DAT=5%, fator V de Leiden=3%, mutação da protrombina=3% e mutação MTHFR=57%. CONCLUSÕES: das 144 pacientes selecionadas, 105 mulheres, ou seja, 72,9% apresentavam pelo menos um fator trombofílico presente. Isto reforça a importância e justifica a necessidade da investigação destes fatores neste grupo de mulheres.PURPOSE: to establish the prevalence of thrombophilic factors in infertile women. METHODS: a cross-sectional study was performed, in which infertile women, seen in a private clinic with investigation for thrombophilia were included, according to the protocol of the clinic, between March 2003 and March 2005, after the approval of the Research Ethics Committee of the Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP. One hundred and forty-four infertile women without any liver

  4. Análise do impacto da inclusão do fator sustentabilidade empresarial no modelo de três fatores de Fama e French nas empresas negociadas na BM&FBovespa: um estudo empírico entre o período de 2006 e 2013

    OpenAIRE

    Azevedo, Vitor Gonçalves de

    2014-01-01

    Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Florianópolis, 2014. Este estudo tem o objetivo de analisar o impacto da inclusão do fator Sustentabilidade Empresarial no modelo de três fatores de Fama e French para explicação do retorno das empresas cotadas na BM&FBovespa entre o período de 2006 e 2013. O Prêmio pelo fator Sustentabilidade Empresarial é obtido através de uma carteira de zero investim...

  5. Pequenos para idade gestacional: fator de risco para mortalidade neonatal Small for gestational age

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Furquim de Almeida

    1998-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estudar as variáveis contempladas na Declaração de Nascimento (DN como possíveis fatores de risco para nascimentos pequenos para a idade gestacional (PIG e o retardo de crescimento intra-uterino como fator de risco para a mortalidade neonatal. MATERIAL E MÉTODO: As variáveis existentes na DN foram obtidas diretamente de prontuários hospitalares. Os dados referem-se a uma coorte de nascimentos obtida por meio da vinculação das declarações de nascimento e óbito, correspondendo a 2.251 nascimentos vivos hospitalares, de mães residentes, ocorridos no Município de Santo André, Região Metropolitana de São Paulo, no período de l/1 a 30/6/1992, e aos óbitos neonatais verificados nessa coorte. RESULTADOS: Obteve-se a proporção de 4,3% de nascimentos PIG, significativamente maior entre os recém-nascidos de pré-termo e pós-termo, entre os nascimentos cujas mães tinham mais de 35 anos de idade e grau de instrução inferior ao primeiro grau completo. Os recém-nascidos PIG apresentam maior risco de morte neonatal que aqueles que não apresentavam sinais de retardo de crescimento intra-uterino. CONCLUSÕES: Em áreas com menor freqüência de baixo peso ao nascer, é importante investigar a presença de retardo de crescimento intra-uterino entre os nascimentos prematuros e não apenas nos nascimentos de termo. O registro da data da última menstruação (ou da idade gestacional em semanas não agregadas na DN facilitaria a detecção de PIGs na população de recém-nascidos.INTRODUCTION: Variables of birth certificates were analysed as risk factors of SGA (Small for Gestational Age infantis, and with a view to discovering if retarded intra-uterine growth was a risk factor neonatal mortality. MATERIAL AND METHOD: Data were obtained directly from 11 hospital medical records. A cohort of 2.251 hospital live births was obtained. Linkage of the death and birth certificates was undertaken to identify the neonatal deaths. The

  6. Fatores de risco para a recidiva da tuberculose Risk factors for recurrence of tuberculosis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pedro Dornelles Picon

    2007-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar fatores de risco para a recidiva da tuberculose. MÉTODOS: Estudou-se uma coorte de 610 pacientes com tuberculose pulmonar bacilífera inscritos para tratamento entre 1989 e 1994 e curados com o esquema contendo rifampicina, isoniazida e pirazinamida (RHZ. Avaliaram-se os seguintes fatores de risco: idade, sexo, cor, duração dos sintomas, cavitação das lesões, extensão da doença, diabetes melito, alcoolismo, infecção pelo HIV, negativação tardia do escarro, adesão ao tratamento e doses dos fármacos. Para detecção das recidivas, os pacientes foram seguidos por 7,7 ± 2,0 anos, após a cura, pelo sistema de informação da Secretaria Estadual da Saúde do Rio Grande do Sul. Nas análises utilizaram-se os testes t de Student, qui-quadrado ou exato de Fisher e a regressão de Cox. RESULTADOS: Ocorreram 26 recidivas (4,3%, correspondendo a 0,55/100 pessoas-ano. A taxa de recidiva foi de 5,95 e 0,48/100 pessoas-ano, respectivamente, nos pacientes HIV-positivos e nos HIV-negativos (p OBJECTIVE: To identify risk factors for recurrence of tuberculosis. METHODS: We studied a cohort of 610 patients with active pulmonary tuberculosis who were enrolled for treatment between 1989 and 1994 and cured using a three-drug treatment regimen of rifampin, isoniazid and pyrazinamide (RHZ. The risk factors studied were age, gender, race, duration of symptoms, lesion cavitation, extent of disease, diabetes mellitus, alcoholism, HIV infection, delayed negative sputum conversion, treatment compliance, and medication doses. In order to detect recurrence, the patients were monitored through the Rio Grande do Sul State Healt Department Information System for 7.7 ± 2.0 years after cure. Data were analyzed using the Student's t-test, the chi-square test or Fisher's exact test, and Cox regression models. RESULTS: There were 26 cases of recurrence (4.3%, which corresponds to 0.55/100 patients-year. The recurrence rate was 5.95 and 0

  7. Fatores associados ao trauma mamilar na maternidade Factors associated with nipple trauma in the maternity unit

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kelly Pereira Coca

    2009-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar os fatores associados ao trauma mamilar em mulheres em aleitamento materno exclusivo na maternidade. MÉTODOS: Estudo caso-controle com 146 puérperas internadas nas enfermarias de alojamento conjunto, sendo 73 casos, definidos como mulheres com trauma mamilar, e 73 controles, definidos como ausência da patologia. Diariamente buscaram-se mulheres em aleitamento materno exclusivo com diagnóstico de lesão mamilar, identificada por meio de lupa. Foram estudadas variáveis sociodemográficas, obstétricas e neonatais. Na análise estatística, utilizou-se modelo de regressão logística. RESULTADOS: Casos e controles mostraram-se semelhantes quanto às variáveis sociodemográficas, embora a ausência do companheiro tenha sido mais frequente no grupo de mulheres com trauma mamilar. As variáveis primiparidade (OR 3,16; IC95% 1,19-8,42, ausência do companheiro (OR 3,25; IC95% 1,18-8,93, mama túrgida e/ou ingurgitada (OR 12,31; IC95% 4,48-33,78, mamilo semiprotruso e/ou malformado (OR 4,69; IC95% 1,50-14,62 e despigmentação dos mamilos (OR 13,98; IC95% 4,43-44,06 comportaram-se como fatores associados ao trauma mamilar. CONCLUSÃO: Primiparidade, ausência do companheiro, mamas túrgidas e ingurgitadas, mamilos semiprotrusos e/ou malformados e despigmentados estão associados ao trauma mamilar.OBJECTIVE: To identify factors associated with nipple trauma in women breastfeeding exclusively in a maternity unit. METHODS: This was a case-control study that recruited 146 recently-delivered mothers in rooming-in wards: 73 cases, defined as women with nipple trauma, and 73 controls, defined as women free from this pathology. Women breastfeeding exclusively were tested daily for a diagnosis of nipple injury, identified using a magnifying glass. Sociodemographic, obstetric and neonatal variables were studied. A logistic regression model was used for statistical analysis. RESULTS: Cases and controls proved to be comparable in terms

  8. Fatores que influenciam nas complicações das tireoidectomias Factors influencing thyroidectomy complications

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Miguel Ernandes Neto

    2012-06-01

    Full Text Available O resultado pós-operatório das tireoidectomias é imputado a fatores relativos ao paciente, à tireopatia e ao cirurgião. OBJETIVO: Analisar a experiência de um serviço quanto a complicações com a tireoidectomia. Desenho do estudo: coorte histórica com corte transversal. MATERIAL E MÉTODO: Foram avaliados os prontuários de 228 pacientes submetidos à tireoidectomia, entre 1991 e 2004. Foram estudadas as complicações transitórias, definitivas e totais, persistência e recidiva da tireopatia de base, em relação a fatores clínico-laboratoriais. RESULTADOS: Ocorreram 34,65% de complicações totais, 18,86% de complicações transitórias (9,21% hipocalcemia, 0,44% paralisia de cordas vocais, 4,82% outras, associadas aos primeiros anos de cirurgia no serviço e queixas compressivas, e 17,98% de complicações definitivas (8,77% hipoparatireoidismo, 1,75% paralisia de cordas vocais, 0,44% rouquidão, associadas à malignidade e cirurgias mais radicais. Houve persistência da doença de base em 17,98% dos casos, associada à idade, e recidiva em 10,96%, associada aos primeiros anos de cirurgia, benignidade e cirurgias menos radicais. CONCLUSÃO: Complicações pós-operatórias se associaram a queixas compressivas, história curta, malignidade e cirurgias mais radicais. A recidiva se associou aos primeiros anos de cirurgia no serviço, tireopatias benignas e cirurgias menos radicais. A persistência da doença se associou à maior idade.The postoperative outcome of thyroidectomies is related to factors concerning the patient, the thyroid disease, and the surgeon. OBJECTIVES: To analyze a clinic's experience with thyroidectomy complications. Study design: historical cross-sectional cohort study. MATERIALS AND METHODS: We reviewed the charts from 228 patients submitted to thyroidectomy, between 1991 and 2004. Transient, permanent and total complications as well as persistence and recurrence of the basal disease were studied in relation to

  9. Fatores associados à obesidade em adolescentes Factors associated with obesity among adolescents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vania de Matos Fonseca

    1998-12-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A obesidade na adolescência é um fator preditivo da obesidade no adulto. Assim, foram avaliados os fatores associados à obesidade e o uso do índice de massa morporal (IMC. MÉTODO: Foram avaliados 391 estudantes aferindo-se: consumo de alimentos, hábitos alimentares, características antropométricas dos pais e atividade física. O IMC foi a variável dependente utilizada na regressão linear multivariada. RESULTADOS: A prevalência de sobrepeso foi 23,9% para meninos e 7,2% para meninas. Fazer dieta para emagrecer foi 7 vezes mais freqüente entre meninas do que entre meninos com sobrepeso. Nos meninos, idade, uso de dieta, omissão de desjejum, horas de televisão/"vídeo-game" e obesidade familiar apresentaram associação positiva e significante com IMC. Nas meninas, associaram-se positivamente: uso de dieta, omissão de desjejum e obesidade familiar e negativamente idade da menarca. A correlação do IMC com medidas antropométricas foi maior que 0,7. CONCLUSÕES: Um padrão estético de magreza parece predominar entre meninas e elas o atingem com hábitos e consumo alimentar inadequados.INTRODUCTION: Obesity during adolescence is considered a strong predictor of adult obesity. The present study assessed the overweight/obesity prevalence and associated factors in middle class adolescents of a school in the city of Niteroi, Rio de Janeiro, Brazil, and evaluated the correlation between body mass index with anthropometric measures of fatness. METHOD: The analysis covered 391 students aged from 15 to 17 years. Adolescents had their weight, height, skinfold thickness and upper arm circumference measured at school. A food frequency questionnaire (list of 79 items and a questionnaire including food habits, parents anthropometric characteristics, physical activity and other factors associated with obesity were filled out by the adolescents at school. RESULTS: The proportion of overweight individuals among boys (Body Mass Index

  10. Fatores determinantes da estrutura de capital das empresas de materiais básicos do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    David Ferreira Lopes Santos

    2014-09-01

    Full Text Available Este artigo examina a estrutura de capital de oito empresas representativas do Índice de Materiais Básicos da BM&FBOVESPA no período de 1994 a 2011. A controvérsia existente nas bases teóricas desenvolvidas neste tema permite que novas abordagens sejam levantadas com o objetivo de aumentar a compreensão dos fatores que determinam os níveis de endividamento das firmas. Neste estudo optou-se pelo uso de indicadores financeiros que representassem três eixos de interesse (rentabilidade, capacidade de pagamento e geração de caixa na explicação do endividamento de curto e longo prazo. A abordagem metodológica foi quantitativa, por meio da análise de regressão com dados em painel. A expectativa inicial é que os resultados encontrassem aderência nas premissas da Pecking Order Theory. Em que pese às restrições metodológicas, observou-se que as variáveis de liquidez corrente, ROA e ROE determinam o endividamento de longo e curto prazo, sendo este último, também influenciado pelas variáveis de ciclo financeiro e giro do ativo. Todavia, o grau de influência da rentabilidade é distinto para as variáveis dependentes, o que denota a existência de conflitos de agência entre credores e acionistas e a preferência pelo uso de fontes internas no financiamento dos ativos.

  11. Quais Fatores Influenciam a Taxa de Aprovação na Disciplina de Anatomia Humana?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Julia Silva-e-Oliveira

    Full Text Available RESUMO A Anatomia Humana (AH é uma disciplina básica para todos os estudantes dos cursos superiores das áreas da saúde e biológica. A maior parte a considera de conteúdo difícil. O ensino da AH precisa ser repensado no contexto da política atual de acesso amplo ao ensino superior. E corresponder ao dever das instituições de proporcionar ao estudante uma formação de qualidade com vistas à formação de um profissional crítico e de perfil criativo frente às distintas situações do cotidiano. É preciso entender possíveis fatores que levam às elevadas taxas de reprovação nesta disciplina. Portanto, o objetivo do presente estudo foi relacionar o resultado do vestibular/Enem com hábitos de estudo e desejo profissional no desempenho acadêmico da disciplina dos alunos dos cursos de Educação Física, Ciências Biológicas e Nutrição do IF Sudeste MG. Foram entrevistados 129 alunos. A pontuação do vestibular/Enem foi maior entre os aprovados em AH; não houve entre os grupos diferença quantitativa nas horas de estudo e tampouco na escolha do curso, que ocorreu por opção do aluno (versus por falta de opção.

  12. Fatores anatomofisiologicos que afetam a qualidade oocitária em bovinos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa M. Chagas

    2014-12-01

    Full Text Available Resumo: Para estudar os fatores anatomofisiológicos que interferem na qualidade de complexos cumulus-oócitos (CCOs bovinos, foram obtidas 396 ovários após abate de 198 fêmeas Bos indicus em frigorífico. Os ovários foram separados por categorias, sendo distribuídos em nulípara vs multípara e com progesterona (P4 - presença de corpo lúteo em um dos ovários vs sem progesterona (NP4 - ausência de corpo lúteo. Todos os folículos foram mensurados e categorizados em pequenos (9mm. Em seguida todos os folículos foram puncionados e os CCOs recuperados e avaliados morfologicamente. Não houve diferença na taxa de recuperação nem na qualidade dos CCOs de fêmeas nulíparas vs multíparas. O percentual de CCOs desnudos/degenerados foi maior no grupo NP4 e os CCOs expandidos foram superiores no grupo P4. A taxa de recuperação e o percentual de CCOs selecionados para PIV (graus I e II foram similares nos grupos P4 vs NP4. Folículos pequenos apresentam menor taxa de recuperação em comparação aos de tamanho médio e grande, porém o percentual de CCOs de grau I foi superior em folículos pequenos e médios. Diante dos resultados aqui encontrados conclui-se que a categoria da doadora e a progesterona não influenciaram a qualidade de CCOs selecionados para PIV e que folículos menores apresentam de CCOs de melhor qualidade.

  13. Fatores competitivos que afetam a decisão de investimento estrangeiro direto no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Félix Alfredo Larrañaga

    2016-02-01

    Full Text Available Objetivo: explorar, descrever e explicar a relação entre a disposição de um investidor internacional a investir no Brasil e o ambiente competitivo brasileiro, com a finalidade de identificar os fatores de estímulo existentes. Originalidade/Lacuna/Relevância/Implicações: radica no fato de utilizar a análise multivariada para estabelecer e explicar a relação entre diversas variáveis quantitativas. Principais aspectos metodológicos: a identificação dessas relações resultou da aplicação de uma análise canônica entre o investimento estrangeiro como fluxo de entrada e acumulação e uma série de variáveis explicativas representantes do ambiente competitivo brasileiro. Os dados utilizados correspondentes ao período 1997 a 2011, foram levantados a partir de fontes nacionais e internacionais. Síntese dos principais resultados: a análise mostrou uma forte correlação entre o investimento direto estrangeiro no Brasil e alguns indicadores do ambiente competitivo do país. Principais considerações/conclusões: determinou-se que existe uma forte correlação entre o investimento produtivo internacional e o ambiente competitivo Brasileiro nas duas funções canônicas geradas. As variáveis explicativas relevantes que estimulam a escolha do Brasil como destino do IDE, são o bem-estar da sociedade, a produtividade do trabalho e as importações. O trabalho oferece uma ferramenta simples de análise prévia à decisão de investir.

  14. Fatores genéticos e ambientais envolvidos na carciogênese gástrica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    César Ana Cristina Gobbo

    2002-01-01

    Full Text Available RACIONAL: O câncer de estômago é o segundo tipo mais comum de neoplasia no mundo. A carcinogênese de estômago é processo de múltiplos passos, podendo manifestar-se em várias etapas como gastrite superficial, gastrite atrófica crônica, metaplasia intestinal, displasia e, finalmente, como um carcinoma. Essas condições costumam ser seqüenciais e ocorrer num período de muitos anos como resultado da exposição a uma variedade de fatores endógenos e exógenos, que causam alterações genéticas. Os recentes avanços da genética molecular têm mostrado que o acúmulo dessas várias anormalidades, incluindo a ativação de oncogenes e a inativação de genes supressores de tumores, resultam no desenvolvimento do câncer. Alterações genéticas descritas em carcinomas gástricos incluem amplificações e mutações dos genes c-ERBB2, K-RAS, c-MET e TP53. O ganho de cromossomos também foi encontrado em várias combinações com perda de outros cromossomos e pode estar associado com a expressão elevada de oncogenes, que contribuem com a progressão tumoral. CONCLUSÃO: Essas mudanças genéticas em carcinomas evidenciam o processo de múltiplas etapas da carcinogênese gástrica, por meio do acúmulo de uma série de alterações.

  15. Fatores de influência no comportamento de compra de alimentos por crianças

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alipio Ramos Veiga Neto

    2013-06-01

    Full Text Available A escolha alimentar nas sociedades contemporâneas passa, inevitavelmente, pelo comércio, pois o alimento constitui-se mercadoria que é consumida, assim como tantos outros bens e serviços. Atualmente muitas crianças já definem sozinhas suas escolhas alimentares, provocando a atenção tanto de empresas como de organizações preocupadas com sua nutrição. Utilizando o modelo BPM (Behavioral Perpective Model, criado por Foxall (2010, fundamentado na psicologia do consumidor e estruturado na tríplice contingência de Skinner, analisaram-se os fatores que influenciam crianças em seu comportamento de compra de alimentos. Tendo como sujeitos 175 alunos com idades compreendidas entre 10 e 12 anos, identificaram-se 35 variáveis que foram classificadas entre estímulos antecedentes (cenário ou histórico de aprendizado e consequentes (reforço utilitário ou informativo no comportamento de compra. Verificou-se que os estímulos reforçadores (consequentes têm maior grau de importância para a decisão de compra de alimentos desses sujeitos do que os estímulos antecedentes, sendo que as consequências utilitárias são mais influentes do que as informativas. Conclui-se que os atributos dos produtos, como sabor e qualidade, têm maior influência na decisão de compra do que os estímulos ambientais, como as promoções e publicidade dos alimentos.

  16. Fatores de risco maternos associados à acidose fetal Maternal risk factors associated with fetal acidosis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Mauro Madi

    2010-09-01

    Full Text Available OBJETIVOS: avaliar os fatores de risco maternos associados à acidose fetal. MÉTODOS: estudo tipo caso-controle composto por 188 recém-nascidos, sendo que 47 compuseram o grupo casos (pH de artéria umbilical OBJECTIVES: to assess maternal risk factors associated with fetal acidosis. METHODS: a case-control type study was conducted of 188 neonates, of whom 47 comprised the case group (umbilical arterial pH <7.0 and 141 the control (umbilical arterial pH E7.1 <7.3. The study included only single-gestation neonates without congenital malformations. Both maternal and fetal variables were taken into consideration. Statistical analysis involved the calculation of the raw and adjusted Odds Ratio, Student's t-test, the chi-squared test and multivariate analysis using Enter-method non-conditional logistic regression. The level of statistical significance was set at p<0.05. RESULTS: in the case group higher percentages of caesarian sections and pre-term births were observed, involving almost five times as much intensive care and twenty-five times more likelihood of Apgar in the 5th minute <7. No association was observed between the groups and fetal presentation, mother's age, history of miscarriage, years of schooling of mother or attendance at prenatal sessions. After multivariate analysis, the only risk factors that remained significant were complications relating to the placenta or the umbilical cord. Deliveries involving complications relating to the placenta or the umbilical cord were three times more likely to involve fetal acidemia. CONCLUSIONS: acidemia among neonates was associated with a higher percentage of caesarians, premature births, a need for intensive care and treatment and an Apgar index of <7 in the 5th minute. After multivariate analysis, complications relating to premature displacement of the placenta and the umbilical cord were the only remaining risk factors associated with fetal acidemia.

  17. Análise de fatores associados ao significado do trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sergio Hideo Kubo

    2012-12-01

    Full Text Available O trabalho tem sido visto não somente como forma de obter a renda, mas também como atividade que proporciona realização pessoal, status social e possibilidade de estabelecer e manter contatos interpessoais, entre outros. Nesta pesquisa, teve-se como objetivo investigar os fatores que influenciam e conferem sentido ao trabalho, como centralidade do trabalho, normas da sociedade e objetivos e resultados valorizados. Na centralidade do trabalho, procurou-se investigar o grau de importância do trabalho dentro do contexto das diversas áreas da vida das pessoas, como família, lazer, religião e vida comunitária. Em normas da sociedade, foram analisados os pontos mais significativos no tocante ao que a sociedade deveria proporcionar ao indivíduo, assim como o que o indivíduo deveria fazer em prol da sociedade. Nos objetivos e resultados valorizados, foi pesquisado o que as pessoas buscam com o trabalho. A partir da pesquisa na literatura, foi elaborado um modelo inicial que, não se mostrando satisfatório segundo critérios estatísticos, foi substituído por outro que apresentou significância estatística e boa aderência aos dados. O modelo escolhido foi o que melhor goodness-of-fit apresentou, quando se utilizou modelagem de equações estruturais pelo método partial least square. O estudo revelou que o significado do trabalho se reflete, na ordem, na centralidade do trabalho, nos objetivos e resultados valorizados e, por último, nas normas sociais.

  18. Estratégias de aprendizagem e fatores motivacionais relacionados Learning strategies and related motivational factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Liliane Ferreira Neves Inglez de Souza

    2010-01-01

    Full Text Available O estudo sobre aprendizagem autorregulada de uma perspectiva sociocognitiva tem integrado fatores cognitivos, metacognitivos, afetivos e motivacionais. Um dos constructos mais investigados nesta área é o de estratégias de aprendizagem, pois seu uso pelos estudantes é considerado um importante indicativo do nível de autorregulação. Nota-se que embora muitos alunos conheçam um repertório de estratégias, nem sempre relatam utilizá-las com frequência. Assume-se, portanto, que esta atividade requer esforço e é marcadamente afetada pela motivação do aluno. Dessa forma, tem-se como finalidade neste artigo, discutir a relação entre estratégias de aprendizagem e algumas variáveis motivacionais que têm sido sistematicamente relacionadas a este constructo: autoeficácia, metas de realização e valor da tarefa.The study about self-regulated learning from a socio-cognitive perspective has integrated cognitive, metacognitive, affective and motivational aspects. Learning strategy has been one of the most investigated constructs in this area, because its use by students is considered a relevant indicative of the self-regulation level. It has been noted that although many students know different strategies, they do not relate to use them frequently. Therefore, it is assumed that this activity requires effort and is markedly affected by students' motivation. For that reason, this article aims to discuss the relation between learning strategies and some motivational variables that have been systematically related to this construct: self-efficacy, achievement goals and task-value.

  19. Mudanças de renda no Brasil: fatores espaciais, setoriais, educacionais e de status social

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Alcides Figueiredo Santos

    2015-12-01

    Full Text Available Resumo São analisadas as influências das variáveis espaciais, setoriais, educacionais e de status social nas mudanças de renda no Brasil entre 1992 e 2011. Estes fatores são considerados tanto de modo específico quanto em suas relações com classe social. O estudo combina o uso de medidas de diferenças observadas e de diferenças ajustadas por regressão quantílica. Nos modelos estimam-se tanto efeitos absolutos (em reais quanto relativos (percentuais. O trabalho aborda particularmente as alterações na renda mediana das categorias, mas observa também para as mudanças nos níveis superiores e inferiores da distribuição. A perda relativa de renda do Brasil metropolitano mostrou-se fortemente intrínseca à dimensão socioespacial. A queda nas discrepâncias brutas (não ajustadas de renda, de raça e de gênero envolveram combinações bem diferentes entre efeitos diretos e indiretos. Reduções nas desigualdades espaciais, setoriais e educacionais contribuíram para a diminuição da heterogeneidade dentro das classes sociais. Todos os cenários desenhados pelo jogo de controles estatísticos mostram que diminuiu sensivelmente a vantagem de renda dos que apresentam mais escolaridade. As mudanças de renda foram menores justamente entre as posições sociais que foram menos afetadas por alterações na distribuição ou dispersão da educação e os seus efeitos diretos e indiretos na renda.

  20. Erodibilidade, fatores cobertura e manejo e práticas conservacionistas em argissolo vermelho-amarelo, sob condições de chuva natural

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliete Nazaré Eduardo

    2013-06-01

    Full Text Available Os modelos de predição de perda de solo têm se tornado importantes ferramentas no planejamento conservacionista, sendo, para tanto, fundamental a estimativa local dos parâmetros que influenciam o processo erosivo. O objetivo deste trabalho foi determinar a erodibilidade (fator K e os fatores manejo e cobertura (fator C e práticas conservacionistas de suporte (fator P da Equação Universal da Perda de Solo (USLE, em um Argissolo Vermelho-Amarelo. Foram avaliadas as perdas de solo (PS ocorridas em parcelas-padrão de Wischmeier, no período de 2006 a 2011, com seus respectivos índices de erosividade (EI30. Valores de erodibilidade foram calculados pelo quociente entre PS e EI30 das chuvas anuais (Ka e total no período (Kt e pelo coeficiente angular gerado pela análise de regressão linear entre esses mesmos parâmetros (Kci e Kct. Os fatores C e P foram estimados para a cultura do milho, durante três anos de cultivo em nível (MN. Os valores de Kt e Kct obtidos foram de 0,0090 e 0,0106 Mg ha h ha-1 MJ-1 mm-1, respectivamente. Os valores médios calculados para os fatores C e P são de 0,0070 Mg ha Mg-1 ha-1 e de 0,45, respectivamente, indicando redução de 55 % na perda de solo do MN, em relação ao MMA. Os valores dos fatores K, C e P encontrados podem ser usados como primeira aproximação para estudos de manejo e conservação do solo e da água na região.

  1. Fatores de risco para mortalidade neonatal, com especial atenção aos fatores assistenciais relacionados com os cuidados durante o período pré-natal, parto e história reprodutiva materna

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Samir B. Kassar

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar fatores de risco para mortalidade neonatal, com especial atenção aos fatores assistenciais relacionados com os cuidados durante o período pré-natal, parto e história reprodutiva materna. MÉTODOS: Trata-se de um estudo caso-controle realizado em Maceió, Nordeste do Brasil. A amostra consistiu de 136 casos e 272 controles selecionados em bancos de dados oficiais brasileiros. Os casos foram todos os recém-nascidos que morreram antes de completar 28 dias de vida, selecionados no Sistema de Informações sobre Mortalidade, e os controles foram os sobreviventes neste período, selecionados no Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos, por sorteio aleatório entre as crianças nascidas na mesma data do caso. Entrevistas domiciliares foram realizadas com as mães. RESULTADOS: A análise de regressão logística identificou como fatores determinantes para a morte no período neonatal mães com história de filhos anteriores que morreram no primeiro ano de vida (OR = 3,08, o internamento durante a gestação (OR = 2,48, o pré-natal inadequado (OR = 2,49, a não realização de ecografia durante o pré-natal (OR = 3,89, a transferência de recém-nascidos para outra unidade após o nascimento (OR = 5,06, os recém-nascidos internados em UTI (OR = 5,00 e o baixo peso ao nascer (OR = 2,57. Entre as condições socioeconômicas, observou-se uma maior chance para mortalidade neonatal em residências com menor número de moradores (OR = 1,73 e com ausência de filhos menores de cinco anos (OR = 10,10. CONCLUSÕES: Vários fatores que se mostraram associados à mortalidade neonatal neste estudo podem ser decorrentes de assistência inadequada ao pré-natal, ao parto e ao recém-nascido, sendo, portanto, passíveis de serem modificados.

  2. Letramento em saúde de diabéticos tipo 2: fatores associados e controle glicêmico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Helena Alves de Carvalho Sampaio

    2015-03-01

    Full Text Available Pacientes com diabetes mellitus requerem um autocuidado extenso, com tratamentos complexos e comportamentos de saúde adequados, sendo, essas habilidades, fator chave. Frente a tal complexidade surge a importância do letramento funcional em saúde. O objetivo do estudo foi analisar fatores associados ao letramento em saúde e sua relação com controle glicêmico em pacientes diabéticos. Este estudo foi realizado com 82 pacientes diabéticos tipo 2, atendidos em um ambulatório de endocrinologia de um hospital público, de ambos os sexos e com idade entre 19 e 59 anos, que responderam à versão abreviada e traduzida do Test of Functional Health Literacy in Adults (b-TOFHLA. Valores de glicemia de jejum e hemoglobina glicada foram coletados dos prontuários dos participantes. Foram realizadas correlações, comparações de médias e modelos de regressão linear. O letramento inadequado foi encontrado em 65,9% dos pacientes. Foram fatores associados à pontuação do b-TOFHLA, a idade e os anos de estudos. O letramento global não explicou o controle glicêmico, mas o numeramento apresentou associação com tal controle. Nossos resultados apontam para a necessidade de melhorar o numeramento em saúde dos pacientes para obter seu melhor controle glicêmico, principalmente naqueles com maior idade e menos anos de estudo.

  3. Fatores associados ao atraso do desenvolvimento motor de crianças prematuras internadas em unidade de neonatologia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alessandra Teixeira da Câmara Araújo

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVOS: verificar a frequência do atraso do desenvolvimento motor em crianças prematuras internadas em unidade neonatal e identificar os fatores associados. MÉTODOS: estudo descritivo e analítico, realizado na Unidade Neonatal de uma maternidade de alto risco em Recife, Brasil. Avaliou-se o desenvolvimento motor, através do Test of Infant Motor Performance, de 98 crianças nascidas pré-termo com idade pós-conceptual mínima de 34 semanas, durante a internação, entre janeiro e julho de 2009. Analisaram-se associações entre variáveis maternas, neonatais e assistenciais com desenvolvimento motor. RESULTADOS: a média de idade pós-conceptual na avaliação foi de 37 semanas e 39,8% das crianças apresentaram desenvolvimento motor alterado (atípico ou suspeito. Fatores significativamente associados ao desenvolvimento motor alterado foram: menor peso ao nascer; maior idade na avaliação; maior número de consultas pré-natais; ocorrência de hipóxia e displasia broncopulmonar; maior tempo de permanência na unidade de terapia intensiva e unidade neonatal. Houve tendência significante a um pior desenvolvimento motor com uso de oxigenoterapia e ventilação mecânica prolongadas. CONCLUSÕES: crianças prematuras internadas podem apresentar atraso precoce do desenvolvimento motor, de forma grave ou limítrofe. Peso ao nascer, morbidades neonatais e assistência recebida na unidade neonatal foram os fatores que mais influenciaram o desfecho. Esses resultados justificam o início de estratégias preventivas e estimulação ainda no período de internação.

  4. Prevalência da anemia e fatores associados em crianças de seis a 59 meses de Pernambuco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Pedrosa Leal

    2011-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar a prevalência de anemia e identificar seus fatores associados em crianças de seis a 59 meses. MÉTODOS: Estudo transversal com dados da III Pesquisa Estadual de Saúde e Nutrição/Pernambuco em amostra representativa de 1.403 crianças para as áreas urbana e rural. A anemia foi diagnosticada pela dosagem da hemoglobina. A análise multivariada foi realizada a partir de um modelo hierárquico, utilizando a regressão de Poisson, com variância robusta para estimar a razão de prevalência em função de variáveis: biológicas, de morbidade e estado nutricional da criança, socioeconômicas, de habitação, de saneamento e fatores maternos. RESULTADOS: A prevalência ponderada de anemia foi de 32,8%: 31,5% na área urbana e 36,6% na rural. Na área urbana, as variáveis que se associaram significantemente à anemia foram: escolaridade materna, bens de consumo, número de crianças menores de cinco anos no domicílio, tratamento da água de beber, idade e anemia materna e idade da criança. Na área rural, apenas a idade materna e a idade da criança associaram-se de modo significante à anemia. CONCLUSÕES: A prevalência de anemia nas crianças pernambucanas é semelhante nas áreas urbana e rural. Os fatores associados à anemia apresentados devem ser considerados no planejamento de medidas efetivas para o seu controle.

  5. Flebite associada a cateteres intravenosos periféricos em crianças: estudo de fatores predisponentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Amanda Karina de Lima Jacinto

    2014-04-01

    Full Text Available Este estudo objetivou identificar fatores de risco para flebite relacionada a cateteres intravenosos periféricos (CIP em crianças. Métodos: Coorte retrospectiva realizada em 338 crianças submetidas a punção venosa periférica. Foram investigadas variáveis relacionadas à criança e à terapia intravenosa, após aprovação do mérito ético. Resultados: Das 338 crianças, nove (2,7% desenvolveram flebite. Nenhuma característica demográfica influenciou significativamente o desenvolvimento de flebite. Quanto às características da terapia, foram significantes: utilização do CIP por mais de cinco dias (p = 0,001; manutenção intermitente (p = 0,001 e maior tempo de permanência do CIP (p = 0,006. Representaram fatores de risco: presença de condições predisponentes para insucesso da punção (p = 0,041; OR = 4,645; antecedentes de complicações (p < 0,001, OR = 40,666; administração de drogas ou soluções de elevados pH e osmolaridade (p = 0,004, OR = 7,700. Conclusão: A ocorrência de flebite não apresentou associação com características demográficas, e os aspectos da terapia que representaram fatores de risco foram condições predisponentes para insucesso da punção, antecedentes de complicações, administração de fármacos e soluções com extremos de pH e osmolaridade.

  6. Fatores associados ao padrão de consumo alimentar da população brasileira urbana

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosely Sichieri

    Full Text Available Avaliou-se os fatores que explicariam diferentes padrões de consumo alimentar da população urbana brasileira, com base na Pesquisa sobre Padrões de Vida, realizada no Nordeste e no Sudeste em 1996-1997. Foram incluídos os dados de consumo familiar (últimos 14 dias a partir de uma listagem com 28 alimentos de 5.121 adultos na faixa etária de 20 a 50 anos, após exclusão das gestantes, das lactantes e das pessoas que referiram problema de saúde crônico. Os padrões de consumo alimentar foram definidos pela análise de componentes principais, onde o valor de carga de uma determinada variável (alimento é proporcional à sua contribuição para o fator (padrão de consumo em questão, com a carga negativa indicando que a variável está inversamente associada com o fator, enquanto a positiva indica uma associação direta. A Região Nordeste comparada à Região Sudeste associou-se negativamente a um padrão misto, quando todos os alimentos foram igualmente importantes. O índice de massa corporal associou-se positivamente ao padrão misto, e praticar atividade física e ser negro associou-se negativamente a este padrão. Escolaridade e renda foram as variáveis que mais explicaram o consumo alimentar, mas mesmo ajustando por elas, a região de residência foi o terceiro maior componente explicativo.

  7. Fatores associados ao padrão de consumo alimentar da população brasileira urbana

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sichieri Rosely

    2003-01-01

    Full Text Available Avaliou-se os fatores que explicariam diferentes padrões de consumo alimentar da população urbana brasileira, com base na Pesquisa sobre Padrões de Vida, realizada no Nordeste e no Sudeste em 1996-1997. Foram incluídos os dados de consumo familiar (últimos 14 dias a partir de uma listagem com 28 alimentos de 5.121 adultos na faixa etária de 20 a 50 anos, após exclusão das gestantes, das lactantes e das pessoas que referiram problema de saúde crônico. Os padrões de consumo alimentar foram definidos pela análise de componentes principais, onde o valor de carga de uma determinada variável (alimento é proporcional à sua contribuição para o fator (padrão de consumo em questão, com a carga negativa indicando que a variável está inversamente associada com o fator, enquanto a positiva indica uma associação direta. A Região Nordeste comparada à Região Sudeste associou-se negativamente a um padrão misto, quando todos os alimentos foram igualmente importantes. O índice de massa corporal associou-se positivamente ao padrão misto, e praticar atividade física e ser negro associou-se negativamente a este padrão. Escolaridade e renda foram as variáveis que mais explicaram o consumo alimentar, mas mesmo ajustando por elas, a região de residência foi o terceiro maior componente explicativo.

  8. Fatores associados ao excesso de peso em adultos usuários de restaurantes populares em Belo Horizonte, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ísis Eloah Machado

    2014-05-01

    Full Text Available O objetivo deste artigo é avaliar o estado nutricional dos usuários dos restaurantes e refeitório populares de Belo Horizonte e identificar fatores associados ao excesso de peso. Estudo analítico transversal, conduzido em adultos de ambos os sexos, nos restaurantes e refeitório populares de Belo Horizonte. O excesso de peso, variável dependente, foi diagnosticado por meio do índice de massa corporal (IMC > 25 kg/m2 e correlacionado com as variáveis sociodemográficas e nível de atividade física. Os dados foram obtidos por meio da aferição direta do peso e da altura e de questionário semiestruturado. Participaram do estudo 1334 indivíduos, sendo a maioria do sexo masculino. A prevalência de excesso de peso foi de 42,9% entre os homens e 45,8% entre as mulheres. Os fatores positivamente associados ao excesso de peso foram: maior idade para ambos os sexos, possuir parceiro para as mulheres e menor prática de atividade física e classe socioeconômica mais elevada para os homens. A identificação dos fatores associados ao excesso de peso revela a necessidade da implantação de uma programação sistemática e eficaz de educação alimentar e nutricional para a prevenção e a remediação desse agravo, para que os restaurantes populares cumpram seu objetivo.

  9. Fatores de risco nas alianças em projetos de TI: estudo de casos no Banco Central do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Liana Ribeiro dos Santos

    2014-03-01

    Full Text Available Em resposta às crescentes mudanças e pressões da concorrência, número cada vez maior de empresas tem estabelecido alianças como forma de complementar seus recursos e assegurar suas vantagens competitivas. Embora essas alianças sejam uma boa opção estratégica para as empresas, existem evidências de grande taxa de fracasso. Muitos estudos têm analisado os fatores de sucesso das parcerias, mas poucos têm dado ênfase às dificuldades e à prevenção de riscos. O objetivo neste artigo consiste em apresentar os resultados de uma pesquisa em que se buscou identificar os fatores de risco que dificultam as alianças no caso de projetos de Tecnologia da Informação (TI. Trata-se de uma pesquisa exploratória, focada em cinco projetos estratégicos de TI do Banco Central do Brasil, desenvolvidos em parceria com outras instituições públicas e privadas, a maioria delas nacionais e uma estrangeira. Apesar de os projetos terem tido sucesso, foi possível identificar como principais fatores de risco: falta de planejamento da aliança, falta de negociação entre parceiros, falta de comprometimento dos parceiros e falta de apoio institucional. A pesquisa trouxe lições relevantes para o gerenciamento de projetos que podem beneficiar outras alianças em projetos de TI.

  10. FREQUÊNCIA DA DIÁSTASE ABDOMINAL EM PUÉRPERAS E FATORES DE RISCO ASSOCIADOS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Danielle Cristina Barbosa de Luna

    2012-12-01

    Full Text Available Introdução: Na gestação ocorrem expressivas transformações fisiológicas no organismo materno. Alterações hormonais associados ao crescimento uterino podem provocar o estiramento da musculatura abdominal, aumentando a linha da cintura e o alongamento do músculo reto abdominal, causando a formação da diástase dos músculos retos abdominais. Objetivos: Avaliar a frequência e as medidas da diástase abdominal no puerpério imediato e identificar fatores de risco associados. Metodologia: Uma análise de freqüência através de corte transversal foi realizada entre julho de 2010 a junho de 2011, envolvendo 89 puérperas do Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira (IMIP. Os dados foram coletados através de um questionário, onde utilizou-se os fatores associados à diástase abdominal: idade materna, peso e IMC materno, realização de atividade física, tipo de parto, diabetes, hipertensão e peso do neonato, além da mensuração da diástase abdominal. Resultados: Mulheres submetidas ao parto cesáreo apresentaram maiores valores de diástase abdominal quando comparadas aquelas que fizeram parto normal (p. Conclusões: Características maternas como o peso, bem como seu IMC e a presença de hipertensão, além do peso do neonato e o parto cesáreo são fatores que podem estar associados à frequência e a valores maiores da diástase abdominal. Palavras-chave: Diástase. Reto do abdome. Período Pós-Parto.

  11. Fatores influenciadores dos resultados de matemática de estudantes portugueses e brasileiros no PISA: revisão integrativa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joaquim Pinto

    Full Text Available Resumo: A presente revisão integrativa tem como objetivo conhecer os principais fatores influenciadores dos resultados de estudantes portugueses e brasileiros nas edições do PISA, de 2000 a 2012, de acordo com a literatura publicada. Identificaram-se cinco fatores e dez subfatores. Os fatores mais determinantes nos estudos considerados são o sistema educativo, o contexto socioeconômico dos estudantes e as características das escolas. Esta revisão integrativa evidencia que há uma multiplicidade de fatores que afetam o desempenho de estudantes no PISA, tanto em Portugal como no Brasil. Ressalta também a lacuna significativa de estudos na literatura, havendo fatores que são pouco ou mesmo nada estudados em ambos os países. Existe, assim, uma necessidade de maior investimento em investigação na área, aproveitando o manancial de dados gerados pelo PISA.

  12. Fatores de previsão de hipotensão arterial precoce em anestesia subaracnóidea

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Getúlio Rodrigues de Oliveira Filho

    2001-01-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A identificação de fatores de previsão de hipotensão arterial durante bloqueios subaracnóideos pode interferir na escolha da técnica ou na utilização de medidas preventivas. Este estudo avaliou fatores pré-anestésicos como previsores independentes de hipotensão arterial durante bloqueio subaracnóideo. MÉTODO: Foram estudados 76 pacientes de ambos os sexos, submetidos à anestesia subaracnóidea com bupivacaína 0,5% hiperbárica. Foram coletados: idade, sexo, peso, altura, índice de massa corporal, história de hipertensão arterial, uso de drogas anti-hipertensivas, medicação pré-anestésica, pressão arterial sistólica (PAS e diastólica (PAD no braço e no tornozelo, freqüência cardíaca (FC, pressão de pulso arterial, índice de sobrecarga vascular, índice tornozelo/braço de PAS, doses de bupivacaína, nível superior do bloqueio sensitivo, e a menor PAS, medida a intervalos de 2,5 minutos até o vigésimo minuto. Oxigênio a 3 L.min-1 foi administrado, segundo sorteio. Hipotensão arterial foi definida como redução da PAS a valores inferiores a 80% do nível pré-anestésico ou PAS menor que 90 mmHg. Foi utilizada regressão logística para identificar as variáveis associadas com a ocorrência de hipotensão arterial. RESULTADOS: Foram fatores de previsão de hipotensão arterial: idade maior que 45 anos, sexo feminino e nível superior do bloqueio sensitivo acima de T7. CONCLUSÕES: Foram identificados fatores de previsão independentes de redução tensional sistólica acima de 20% dos valores pré-anestésicos: a idade acima de 45 anos, o sexo feminino e o nível superior do bloqueio sensitivo acima de T7.

  13. Avaliação de fatores intervenientes nas emissões veiculares em corredores de ônibus.

    OpenAIRE

    Carlos Fernando Carvalho de Castro

    2008-01-01

    Esta dissertação investiga a influência de diversos fatores intervenientes nas emissões veiculares em corredores de ônibus de alta capacidade, conhecidos como BRT Bus Rapid Transit. Esses sistemas têm sido adotados em cidades de todo o mundo devido a possibilidade de atender demandas elevadas a custos relativamente baixos quando comparados com alternativas sobre trilhos, com nível de serviço adequado e possibilitando a redução de emissões. Três categorias de variáveis foram consideradas: (i)...

  14. Fatores associados ao excesso de peso em crianças de uma favela do Nordeste brasileiro

    OpenAIRE

    2009-01-01

    OBJETIVO: Determinar a frequência e os principais fatores associados a sobrepeso e obesidade em crianças moradoras de uma favela do Nordeste do Brasil. MÉTODOS: Estudo transversal com amostra de 86 crianças (40 eutróficas e 46 sobrepeso/obesas), com idade entre cinco e nove anos, selecionadas em um universo de 508 crianças nesta faixa etária, avaliadas e cadastradas na Unidade de Saúde da Família (USF). Para definição de sobrepeso/obesidade, foram utilizados os pontos de corte estabelecidos p...

  15. Identificação de fatores que contribuem para o uso da bicicleta como transporte urbano

    OpenAIRE

    Oliveira, Jonara Machado de

    2012-01-01

    Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo O uso da bicicleta como meio de transporte tem sido identificado como vantajoso para a mobilidade nas cidades, entretanto, a quantidade de estudos sobre a percepção dos ciclistas em relação ao meio urbano e de seu entorno imediato é bastante limitada, especialmente no Brasil. Buscando identificar fatores que contribuem para o uso da bicicleta como transp...

  16. Prevalência e fatores de risco para brucelose suína em Mossoró-RN

    OpenAIRE

    Leite, Alexandro I. [UNESP; Coelho, Wesley A. C.; Silva,Glaucenyra C.P.; Santos,Renata F.; Mathias,Luis A.; Dutra,Iveraldo S.

    2014-01-01

    A presente pesquisa teve como objetivo determinar a prevalência da brucelose e seus fatores de risco no rebanho suíno de Mossoró/RN. Compreendeu um estudo epidemiológico transversal e de abordagem quantitativa, no qual foram coletadas 412 amostras sanguíneas de suínos provenientes dos principais produtores do município e realizada inspeção das criações com entrevistas aos produtores. Anticorpos anti-Brucella spp. foram detectados pelo teste do antígeno acidificado tamponado (AAT) e confirmado...

  17. Pneumonia adquirida na comunidade em adultos hospitalizados : estudo da etiologia, epidemiologia e fatores prognósticos

    OpenAIRE

    Gustavo Trindade Michel

    2004-01-01

    OBJETIVO: Determinar a etiologia, epidemiologia e os fatores prognósticos de pneumonia adquirida na comunidade (PAC) em adultos imunocompetentes hospitalizados. MÉTODOS: Durante um período de 3 anos, foram estudados, prospectivamente, 110 pacientes consecutivos com diagnóstico de PAC. RESULTADOS: Sessenta e seis (60%) pacientes eram homens, a idade média foi de 54 anos, 42 (38,2%) eram maiores de 65 anos, 81 (73,6%) apresentavam comorbidades, 70 (63%) pertenciam às classes IV e V de Fine e 24...

  18. Fatores associados ao consumo de frutas, legumes e verduras em adultos da cidade de São Paulo

    OpenAIRE

    Figueiredo,Iramaia Campos Ribeiro; Jaime, Patricia Constante; Monteiro, Carlos Augusto

    2008-01-01

    OBJETIVO: Descrever a freqüência de consumo de frutas, legumes e verduras por adultos e analisar os fatores associados ao seu consumo. MÉTODOS: Estudo transversal realizado entre outubro e dezembro de 2003 no município de São Paulo (SP). Foram realizadas entrevistas telefônicas em amostra probabilística da população adulta (>18 anos) residente em domicílios servidos por linhas fixas de telefone, totalizando 1.267 mulheres e 855 homens. A freqüência do consumo de frutas, legumes e verduras foi...

  19. Fatores associados ao consumo de frutas, legumes e verduras em adultos de uma cidade no Sul do Brasil

    OpenAIRE

    Neutzling,Marilda Borges; ROMBALDI,AIRTON JOSÉ; Azevedo, Mario Renato; Hallal, Pedro C

    2009-01-01

    O objetivo deste estudo foi descrever a freqüência de consumo de frutas, legumes e verduras por adultos de 20 a 69 anos de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil, e analisar fatores associados. Foi realizado em 2006 um estudo transversal de base populacional, incluindo 972 adultos. A freqüência do consumo de frutas, legumes e verduras foi medida por meio de três perguntas referentes ao consumo habitual destes no ano anterior. O desfecho foi o consumo regular de frutas, legumes e verduras. Cerca d...

  20. Fatores associados à bacteriúria após sondagem vesical na cirurgia ginecológica

    OpenAIRE

    2009-01-01

    OBJETIVOS: Determinar a frequência e os principais fatores associados à bacteriúria após a sondagem vesical em mulheres submetidas à cirurgia ginecológica eletiva. MÉTODOS: Realizou-se um estudo do tipo coorte em mulheres submetidas à cirurgia ginecológica após sondagem vesical no Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira, no período de janeiro a maio de 2007. As uroculturas foram coletadas até 24 horas após a retirada da sonda e 7/10 dias após a sondagem vesical. A análise estat...

  1. FATORES DE RISCO EM PACIENTES COM INFECÇÕES HOSPITALARES CAUSADAS POR Klebsiella pneumoniae PRODUTORA DE CARBAPENEMASE

    OpenAIRE

    Fernanda Paula Franchini

    2016-01-01

    Klebsiella pneumoniae produtora de klebsiella pneumoniae carbapenemase (KPC-Kp) é um patógeno emergente, com resistência a várias classes de antibióticos, sendo que suas infecções são associadas a considerável mortalidade. Este estudo tem como objetivo identificar fatores de risco para aquisição de infecções hospitalares causadas por KPC-Kp e identificar o desfecho clínico dos pacientes que adquirem essas infecções. Este é um estudo de caso-controle realizado em um hospital-escola terciário d...

  2. Diabetes mellitus tipo 2: investigaÃÃo dos fatores de risco em adolescentes de escolas particulares de fortaleza

    OpenAIRE

    HÃrica Cristina Alves de Vasconcelos

    2008-01-01

    Objetivou-se, com este estudo, identificar os fatores de risco para diabetes tipo 2 numa populaÃÃo de adolescentes de escolas particulares da cidade de Fortaleza.Trata-se de um estudo transversal realizado com 794 alunos de 12 a 17 anos nos meses de maio, junho, agosto e setembro de 2007. Doze escolas particulares das seis regionais que compÃem a cidade de Fortaleza foram selecionadas. Utilizou-se um formulÃrio onde se registraram dados pessoais, caracterÃsticas sociodemogrÃficas, hÃbitos ali...

  3. Fatores influenciadores na escolha da fonte de informação na compra de automoveis novos

    OpenAIRE

    Pires, Vicente Chiaramonte

    2013-01-01

    Resumo: Este trabalho teve como objetivo analisar os fatores que influenciam na escolha da fonte de informações por parte dos compradores de automóveis novos na cidade de Maringá, Norte do Estado do Paraná. Baseado no modelo de escolha da fonte de informações a partir do conhecimento prévio formulado por DUHAN et al.(1997), foram coletados dados de 128 compradores de veículos zero quilômetro adquiridos durante o ano de 1998, identificados a partir de listagem do Detran e de cadastro de uma co...

  4. Fator de atrito em tubos de polietileno de pequenos diâmetros = Friction factor for small diameter polyethylene pipes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gabriel Greco Guimarães Cardoso

    2008-01-01

    Full Text Available Este trabalho reporta aos resultados de um experimento sobre perda de carga e fator de atrito em tubos de polietileno de pequenos diâmetros. Utilizaram-se cinco tubos com os seguintes diâmetros internos: 10,0 mm, 12,9 mm, 16,1 mm, 17,4 mm e 19,7 mm. Oexperimento foi conduzido para números de Reynolds, no intervalo de 6000 a 72000, obtidos pela variação da vazão nos tubos, a uma temperatura média da água de 20oC. Os resultados foram analisados e, de acordo com as condições experimentais, o fator de atrito fda equação de Darcy-Weisbach pode ser estimado com c = 0,300 e m = 0,25. A equação de Blasius (c = 0,316 e m = 0,25 superestimou os valores do fator de atrito para todos os tubos analisados, porém esse fato não constitui limitação para sua utilização em projetos demicroirrigação. As análises mostraram que as duas equações proporcionam estimativas do fator de atrito com pequeno desvio-médio (5,1%.On this paper, the results of an experimental study on the hydraulic friction loss for small-diameter polyethylene pipes are reported. The experiment was carried out using a range of Reynolds number between 6000 to 72000, obtained by varying discharge at 20oC water temperature, with internal pipe diameters of 10.0 mm, 12.9 mm, 16.1 mm, 17.4 mm and 19.7 mm. According to the analysis results and experimental conditions, the friction factor (f of theDarcy-Weisbach equation can be estimated with c = 0.300 and m = 0.25. The Blasius equation (c = 0.316 and m = 0.25 gives an overestimate of friction loss, although this fact is non-restrictive for micro-irrigation system designs. The analysis shows that both the Blasiusand the adjusted equation parameters allow for accurate friction factor estimates, characterized by low mean error (5.1%.

  5. Fatores de risco para lesão renal aguda em pacientes com trauma grave e seus efeitos na mortalidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André Luciano Baitello

    2013-06-01

    Full Text Available Os estudos que relacionaram lesão renal aguda (LRA e trauma surgiram durante a Segunda Guerra Mundial e, desde então, tem havido progressiva evolução dos cuidados para a prevenção da LRA. Entretanto, a determinação dos fatores de risco para o desenvolvimento de LRA pós-trauma permanece crucial e pode ajudar a reduzir esta complicação. OBJETIVO: Este estudo tem como objetivo identificar os fatores de risco para o desenvolvimento de LRA em pacientes com trauma grave e sua influência na mortalidade. Trata-se de um estudo retrospectivo com 75 pacientes incluídos por apresentarem trauma grave; seis foram excluídos por terem chegado ao hospital sem condições de ressuscitação. MÉTODO: As variáveis estudadas foram: idade, sexo, gravidade do trauma de acordo com Injury Severity Score (ISS e Escala de Coma de Glasgow (ECG, mecanismo de trauma, pressão arterial média na admissão, reposição volêmica nas primeiras 24h, níveis séricos de creatinina, uso de antibióticos nefrotóxicos, tempo de internação, necessidade de internação em UTI e mortalidade. RESULTADOS: A prevalência de LRA em traumatizados graves foi de 17,3%, sendo que os fatores associados à IRA nessa amostra foram TCE, ECG < 10. A mortalidade, o tempo de internação e a necessidade de UTI foram significativamente maiores nos pacientes que desenvolveram LRA. CONCLUSÕES: A identificação desses fatores de risco é de suma importância para a formulação de estratégias de atendimento aos pacientes vítimas de trauma grave, visando à prevenção da lesão renal aguda e da elevada mortalidade.

  6. Fatores que predispõem a quedas em idosos residentes na região oeste de Santa Maria, RS

    OpenAIRE

    Piovesan,Ana Carla; Pivetta, Hedioneia Maria Foletto; Peixoto,Jaqueline Medianeira de Barros

    2011-01-01

    A fisioterapia desempenha importante papel na prevenção das quedas na pessoa idosa. Os objetivos deste estudo foram investigar os fatores de risco que predispõem a quedas em idosos residentes na Região Oeste de Santa Maria/ RS, assim como investigar a incidência de quedas, ao mesmo tempo em que se buscou desenvolver estratégias para a prevenção de quedas em idosos. A pesquisa foi do tipo descritivo-qualitativa. A amostra foi composta por 20 idosos, de ambos os sexos, com idade média de 75 ano...

  7. Controle de um pré-regulador com alto fator de potência utilizando microcontrolador PIC /

    OpenAIRE

    Grosse, Alexandre de Souza

    1999-01-01

    Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Estudo de controle digital em eletrônica de potência utilizando um microcontrolador especial PIC17C756 em um pré-regulador para correção ativa do fator de potência. O enfoque principal é dado no controle da malha de corrente do conversor elevador utilizado. Parte-se da caracterização do microcontrolador e seus periféricos e prossegue-se através do projeto do conversor BOOST. São apresentadas as técnicas de...

  8. Qualidade de Vida no Trabalho e teoria dos dois fatores de Herzberg: possibilidades-limite das organizações

    OpenAIRE

    Pilatti, Luiz Alberto

    2012-01-01

    O presente estudo tem por objetivo avaliar as possibilidades das organizações produzirem qualidade de vida no trabalho aos seus trabalhadores, tendo como modelo de análise a Teoria dos Dois Fatores de Frederick Herzberg. Trate-se de um estudo exploratório de natureza bibliográfica. Constatou-se que as formas tradicionais de motivação já não produzem efeitos. As ideias de Herzberg, atualizadas, servem para perspectivar o desenvolvimento de ambientes de trabalho que sejam ótimos para os indivíd...

  9. Cuidados odontológicos e fatores associados em escolares do município de Indaiatuba-SP

    OpenAIRE

    Amaral,Regiane Cristina do; Batista, Marília Jesus; Cypriano, Silvia; de Sousa, Maria da Luz Rosário

    2016-01-01

    Objetivo: Avaliar os cuidados odontológicos bem como fatores associados em escolares de 12 anos de idade, residentes em Indaiatuba-SP. Materiais e Métodos: Estudo transversal realizado a partir de um levantamento epidemiológico de saúde bucal em 151 estudantes provenientes de amostra probabilística por conglomerado e ponderada de escolas públicas e particulares, utilizando critérios da OMS. A amostra foi examinada quanto à experiência de cárie (CPOD), por quatro dentistas, treinados e calibra...

  10. Prevalência de diabetes mellitus tipo 2 e outros fatores de risco associados em pacientes com glaucoma

    OpenAIRE

    Coblentz,Jacqueline; Pires,Maria Lucia Elias; Oliveira, Diogo; Lebeis,Karina; Terrezo,Larissa

    2010-01-01

    OBJETIVO: Avaliar a prevalência de diabéticos em uma amostra de pacientes com glaucoma; verificar se existe associação entre diabetes mellitus e glaucoma na amostra estudada; verificar outros fatores de risco associados. MÉTODOS: Foram analisados de forma retrospectiva os prontuários de 50 pacientes com diagnóstico de glaucoma. Os dados registrados foram sexo, idade, raça, história familiar de glaucoma e história pessoal de diabetes mellitus tipo 2. RESULTADOS: Do total de pacientes avaliados...

  11. Atrasos na suspeita e no diagnóstico de tuberculose e fatores relacionados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Natália Sperli Geraldes Marin dos Santos Sasaki

    2015-12-01

    Full Text Available RESUMO: Objetivo: Medir os atrasos na suspeita e no diagnóstico de tuberculose (TB e identificar fatores relacionados. Métodos: O atraso na suspeita foi definido como o tempo entre a percepção, pelo doente, dos sintomas até a procura pelo primeiro atendimento e no diagnóstico, como o tempo entre o primeiro atendimento até a realização do diagnóstico. Foram entrevistados 100 doentes, diagnosticados e notificados em 2008 e 2009, atendidos em serviços de saúde (SSs de São José do Rio Preto, para os quais foram quantificados os atrasos. As possíveis variáveis explicativas foram obtidas das entrevistas e de informações secundárias disponíveis no sistema de vigilância. Os endereços dos casos e dos serviços de saúde foram geocodificados. As variáveis foram analisadas por regressão linear múltipla e, quando da identificação de dependência espacial dos seus resíduos, por regressão espacial. Resultados: As medianas, tanto para o atraso na suspeita como no diagnóstico, foram 15 dias. O atraso na suspeita foi modelado por regressão linear e mostrou-se associado positivamente com as distâncias percorridas pelos doentes para obter o primeiro atendimento e negativamente com a religião (não cristã. O atraso no diagnóstico foi modelado por regressão espacial e mostrou-se associado positivamente com idade e número de vezes que o doente procurou o SS e negativamente com a classificação do caso (TB pulmonar. Conclusão: O estudo revelou lacunas nas ações de controle da TB relacionadas aos doentes e à organização dos serviços e mostrou a importância de se levar em conta a dependência espacial dos fenômenos analisados.

  12. Fatores prognósticos no Mieloma Múltiplo Prognostic factors in Multiple Myeloma

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gracia A. Martinez

    2007-03-01

    Full Text Available Nos últimos dez anos, grandes mudanças ocorreram no tratamento do MM com a utilização de novas drogas. Frente a estas novas opções de tratamento é essencial reconhecermos parâmetros clínicos ou biológicos que orientem a melhor escolha terapêutica. Mais recentemente foi validado um novo e simples sistema de estadiamento, International Staging System (ISS, baseado nos valores dabeta2 microglobulina e albumina sérica. Os pacientes são classificados em três grupos de risco: Estádio I: beta2M 3,5 g/dl. Mediana de sobrevida de 62 meses; Estádio II: beta2 M 3,5 - 5,5 mg/l. Mediana de sobrevida de 29 meses. Atualmente, a citogenética e achados moleculares estão sendo amplamente reconhecidos como fatores de prognóstico. A deleção do cromossomo 13/13q-, translocação t(4;14, deleção p53 e, mais recentemente, a amplificação da banda cromossômica 1q21 estão associadas a prognóstico reservado.Over the last 10 years, great changes have occurred in the treatment of multiple myeloma (MM due to the use of new drugs. Considering the new options, it is essential to recognize clinical and biological parameters to arrive at the best therapeutic choice. More recently the new International Staging System (ISS for multiple myeloma was validated which utilizes two straight forward laboratory parameters: the beta2 microglobulin (beta2M and albumin levels. Stage I: beta2M 3.5 g/dL with a median survival of 62 months; stage II: beta2M 3.5 to 5.5 g/dL with a median survival of 29 months. The importance of cytogenetics and molecular features as prognostic factors is being recognized. Deletion of chromosome 13 or 13q, the t(4:14 translocation, p53 deletion and amplification of chromosome band 1q21 are all associated with poor prognosis.

  13. Estudo dos Fatores de Risco Associados a Arteriopatia Periferica em Nipo-brasileiros de Bauru (SP

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Garofolo

    2014-03-01

    Full Text Available Fundamento: As patologias cardiovasculares são a maior causa de morbimortalidade nos países desenvolvidos e emergentes. Sua principal etiologia, a aterosclerose, é doença disseminada acometendo os territórios coronariano, cerebral e periférico. A doença arterial obstrutiva periférica (DAOP, além de suas consequências per se, sinaliza o acometimento do território coronariano. Portanto, seu melhor conhecimento permite tratamento adequado, retardando complicações locais e à distância, diminuindo o custo para o sistema de saúde. Objetivo: Este estudo estima a porcentagem de DAOP em nipo-brasileiros de Bauru (SP, reconhecidos pela alta prevalência de distúrbios metabólicos, como hipertensão arterial (43%, diabetes melito (33% e hipercolesterolemia (60 %, e analisa a associação com biomarcadores de risco. Métodos: Este estudo transversal populacional avaliou 1.330 nipo-brasileiros de ambos os sexos com idade ≥ 30 anos que foram submetidos a exame físico completo, medidas antropométricas, exames laboratoriais e índice tornozelo-braço (ITB. Participantes com ITB ≤ 0,90 foram diagnosticados como portadores de DAOP. Após aplicação dos critérios de exclusão, 1.038 indivíduos integraram a análise. Empregou-se regressão de Poisson para análise das associações com DAOP. Resultados: A idade média foi 56,8 anos e a porcentagem de DAOP foi 21,1%, igual entre os sexos. DAOP associou-se com tabagismo (RP 2,16 [1,33-3,48] e hipertensão arterial (RP 1,56 [1,12-2,22]. Conclusão: A porcentagem de DAOP nos nipo-brasileiros foi semelhante à de outras populações de perfil cardiometabólico desfavorável (US PARTNERS e POPADAD. A associação independente de DAOP com tabagismo e hipertensão, mas não com outros clássicos fatores de risco, pode depender das frequências muito elevadas dos distúrbios metabólicos nessa população.

  14. Fatores relacionados à adesão ao tratamento do usuário hipertenso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Zélia Maria de Sousa Araújo Santos

    2014-04-01

    Full Text Available Objetivo: Descrever os fatores relacionados à adesão ao tratamento do usuário hipertenso. Métodos: Estudo transversal descritivo, com abordagem quantitativa, desenvolvido em Fortaleza-CE, Brasil. A amostra foi constituída por 400 usuários hipertensos. A coleta de dados ocorreu entre os meses de julho e outubro de 2010, por meio de entrevista. Foi utilizada a estatística descritiva e os dados representados em quadros. Resultados: A maioria dos entrevistados consistia em mulheres (269 - 67,2%, com faixa etária entre 40 e 79 anos (390 - 97,5%. De acordo com os entrevistados, destacaram-se como condições favoráveis à adesão ao tratamento: em relação ao próprio usuário - 280 (70% usuários indicaram o aporte de recursos financeiros para aquisição de alimentos e medicamentos, e 172 (43% afirmaram o investimento no autocuidado; à família - 98 (24,5% usuários declararam a ajuda financeira para aquisição da medicação anti-hipertensiva, 78 (19,5% citaram o encorajamento na adesão e 78 (19,5% desejaram a redução da responsabilidade financeira com a família; à equipe de saúde - 189 (49,5% usuários indicaram liberdade para verbalização, 168 (42% citaram atendimento resolutivo e humano e 115 (28,7% solicitaram escuta ativa; à instituição de saúde - 242 (60,5% usuários optaram pela redução do tempo na sala de espera para consulta e realização de exames. Conclusão: As condições favoráveis à adesão do usuário hipertenso ao tratamento estão vinculadas ao próprio usuário, à família, à equipe de saúde e à instituição de saúde, havendo uma evidência de inter-relação e interdependência. doi:10.5020/18061230.2013.p298

  15. Fatores preditores do abortamento entre jovens com experiência obstétrica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thatiana Araújo Maranhão

    Full Text Available RESUMO: Objetivo: Analisar os fatores preditores do abortamento entre jovens com antecedentes gestacionais. Métodos: Estudo seccional realizado com 464 jovens de Teresina, Piauí, que finalizaram uma gravidez no primeiro quadrimestre de 2006 em seis maternidades do município, com faixa etária entre 15 e 19 anos. Os dados foram coletados de maio a dezembro de 2008, no domicílio das jovens após sua identificação nos registros das maternidades. Para a análise univariada dos dados, utilizou-se a estatística descritiva, e para a análise bivariada empregou-se o teste do χ2 de Pearson e o teste Z. A análise multivariada se deu por meio da Regressão Logística Múltipla (RLM, sendo empregado um nível de significância de 5%. Resultados: As jovens que tiveram mais de uma gestação foram quase nove vezes mais propensas a abortar quando comparadas àquelas que haviam vivenciado apenas uma gestação (p = 0,002. Além disso, as jovens que referiram ter sido pressionadas pelo parceiro a abortar eram quatro vezes e meia mais propensas a consumar o ato quando comparadas aos casos em que a pressão advinha de parentes e amigos do casal (p = 0,007. Conclusão: As jovens que vivenciaram duas ou mais gestações, e que sofreram pressão do companheiro para abortar, eram mais propensas a praticar o aborto. Assim, faz-se necessário que programas de Planejamento Familiar incluam, com maior profundidade, o público adolescente, com vistas a evitar gestações indesejadas nesta população e, consequentemente, o aborto induzido sob condições precárias.

  16. Sintomatologia dolorosa e fatores associados em bailarinos profissionais Painful symptoms and associated factors in professional dancers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bianca Fontes Dore

    2007-04-01

    Full Text Available A sintomatologia dolorosa no esporte e na dança tem sido objeto de crescentes pesquisas nos últimos anos. Assim como os profissionais do esporte, os bailarinos profissionais apresentam dores e limiar de tolerância à dor elevados. É comum encontrarmos bailarinos com diversas lesões decorrentes do esforço excessivo. O objetivo do estudo foi investigar a prevalência e fatores associados à sintomatologia dolorosa em bailarinos profissionais. Foi realizado um estudo analítico de corte transversal em 141 bailarinos profissionais atuantes nas principais capitais do Nordeste brasileiro. Para avaliação da sintomatologia dolorosa foram utilizadas versões validadas para o português do Protocolo de McGill e do Inventário para Dor de Wisconsin. Para análise estatística dos resultados realizou-se uma análise descritiva, seguida dos testes t de Student e de correlação de Pearson, considerando-se um valor de p Painful symptoms in sports and dancing have been object of increasing research over the last years. Professional dancers as well as sports professionals present high pain and tolerance thresholds, being common to find dancers with several injuries derived from excessive effort. The aim of this study was to investigate the prevalence and factors associated with painful symptoms in professional dancers. An analytical study of transversal cut was conducted in 141 professional dancers performing in the main capitals of the Brazilian northeast. For evaluation of the painful symptoms, versions validated for Portuguese of the McGill Protocol and the Pain Inventory of Wisconsin were used. For the statistical analysis of results, a descriptive analysis followed by the t-Student and Pearson correlation tests was used, being considered a value of p < 0.05. High levels of pain tolerance were observed in 70.2% of the subjects, where the intensity varied from moderate to severe. Pain in the lumbar region was present in 85.8% of the interviewees

  17. Mecanismos e fatores associados aos sintomas gastrointestinais em pacientes com diabetes melito

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mônica Loureiro Celino Rodrigues

    2012-02-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Apresentar a frequência, os principais fatores causadores dos sintomas gastrointestinais em pacientes portadores do diabetes melito e controvérsias quanto à sua ocorrência em crianças e adolescentes. FONTES DOS DADOS: Revisão não sistemática nas bases de dados MEDLINE/PubMed e SciELO (1983-2011, além de capítulos de livros relevantes. Foram selecionados os artigos mais atuais e representativos do tema. SÍNTESE DOS DADOS: A prevalência do diabetes melito vem aumentando ao longo dos anos em vários países do mundo. No sistema digestório, é conhecida a ocorrência de complicações do diabetes melito, entre elas os sintomas gastrointestinais (náuseas, vômitos, dor abdominal, azia, disfagia, constipação, diarreia e incontinência fecal. A patogênese das alterações das funções gastrointestinais no diabetes melito está ainda sob investigação, e o papel do sistema nervoso entérico e seus neurotransmissores tem ganhado significância. Em decorrência do comprometimento do sistema digestório, com danos ao sistema nervoso entérico, portadores do diabetes melito podem apresentar quadros específicos de distúrbios de motilidade, alguns de grande relevância clínica, como gastroparesia diabética, constipação e diarreia. A disfunção deste sistema contribui para aumentar a morbidade desta doença e piora a qualidade de vida de seus portadores. CONCLUSÕES: O diabetes melito, ao longo dos anos, afeta o sistema digestório. Por ser uma condição que piora a qualidade de vida dos portadores e também pode indicar complicação da doença, deve ser valorizada no acompanhamento e tratamento do paciente com diabetes melito. Na infância e na adolescência, ainda existem poucos estudos que abordam o problema.

  18. Fatores preditivos de lesões abdominais em vítimas de trauma fechado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Samiris Farrath

    2012-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar fatores preditivos de lesões abdominais em vítimas de trauma fechado. MÉTODOS: Análise retrospectiva dos dados das vítimas de trauma fechado com idade superior a 13 anos, em um período de 15 meses. Comparamos as variáveis entre os doentes com lesões abdominais diagnosticadas por tomografia computadorizada e/ou laparotomia - grupo I (Abbreviated Injury Scale abdome>0, grupo I e os demais - grupo II (Abbreviated Injury Scale abdome=0,. RESULTADOS: Foram incluídos 3783 casos, com média etária de 39,1 +17,7 anos (14 a 99 anos, sendo 76,1% do sexo masculino. Foram identificadas lesões abdominais em 130 doentes (3,4%. Os traumatizados com lesões abdominais apresentaram, significativamente, menor média etária (35,4 + 15,4 anos vs. 39,2 + 17,7 anos, menor média da pressão arterial sistólica à admissão (114,7 + 32,4mmHg vs. 129,1 + 21,7mmHg, menor média na escala de coma de Glasgow à admissão (12,9 + 3,9 vs. 14,3 + 2,0, maior média de AIS em segmento cefálico (0,95 + 1,5 vs. 0,67 + 1,1, maior média de AIS em segmento torácico (1,10 + 1,5 vs. 0,11 + 0,6 e maior média de AIS em extremidades (1,70 ± 1,8 vs. 1,03 ± 1,2. Os maiores Odds ratio foram presença de tórax flácido (21,8 e fraturas de pelve (21,0. CONCLUSÃO: As lesões abdominais foram mais frequentemente observadas nos doentes com instabilidade hemodinâmica, alteração na escala de coma de Glasgow, lesões graves em crânio, tórax ou extremidades.

  19. Consumo alimentar e fatores dieteticos envolvidos no processo saude e doenca de Nikkeis: revisao sistematica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabiana Hitomi Tanabe

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar consumo alimentar e fatores dietéticos envolvidos no processo saúde e doença da população de nikkeis. MÉTODOS: Foi realizada revisão sistemática da literatura, com buscas nas bases de dados do Lilacs, SciELO e PubMed/Medline, referente ao período de 1997 a 2012, de estudos observacionais sobre o consumo alimentar de nikkeis. Inicialmente, foram analisados 137 títulos e resumos, sendo excluídos estudos de intervenção, aqueles que apresentavam somente níveis séricos de vitaminas e metabólitos e estudos que não contemplassem o objetivo da revisão. Desses, foram selecionados 38 estudos avaliados com base no método de Downs & Black (1998, adaptado para estudos observacionais, permanecendo 33 para análise. RESULTADOS: Foram encontrados poucos estudos sobre consumo alimentar de nikkeis fora do Havaí, dos Estados Unidos e do estado de São Paulo (principalmente em Bauru, no Brasil. Houve elevada contribuição dos lipídios no valor calórico total dos nipo-brasileiros, em detrimento dos carboidratos e das proteínas. Nos Estados Unidos, a prevalência de consumo de alimentos de alta densidade energética foi elevada em nipo-americanos. Os nisseis (filhos de imigrantes apresentaram, em média, maior consumo de produtos da dieta japonesa, enquanto os sanseis (netos de imigrantes apresentaram um perfil alimentar mais ocidentalizado. CONCLUSÕES: O consumo alimentar de nikkeis, embora ainda conservando alguns hábitos alimentares de japoneses nativos, revela alta prevalência de consumo de alimentos típicos do padrão ocidental (alimentos processados, ricos em gorduras e sódio e pobres em fibras, que pode estar contribuindo para o aumento de doenças crônicas nessa população.

  20. Câncer de estômago: fatores de risco Stomach cancer: risk factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anna Valéria de Britto

    1997-01-01

    Full Text Available Há cinqüenta anos o câncer de estômago vem perdendo a importância em termos de morbi-mortalidade em países considerados de primeiro mundo. Isso não ocorre no Brasil. Os principais fatores de risco evidenciados a partir de estudos epidemiológicos em várias populações do mundo e associados a essa neoplasia são alguns padrões de dieta. Com a descoberta do papel carcinogênico das nitrosaminas e do potencial anti-oxidante da vitamina C, algumas das associações entre câncer gástrico e padrões de dieta passaram a ser parcialmente entendidas. Com a descrição da Helicobacter pylori em 1983 e as evidências da relação dessa bactéria com certos processos patológicos do estômago, alguns precursores do câncer gástrico, novos elementos foram agregados ao processo fisiopatológico dessa entidade. O conhecimento hoje adquirido sobre a fisiopatologia do câncer gástrico, mesmo que parcial, fornece perspectivas estimulantes para prevenção e diagnóstico precoce.For the last fifty years, stomach cancer has become less important in terms of morbidity and mortality in developed countries, but the same pattern has not occurred in Brazil. The main risk factors for this neoplasm are certain diet patterns that became evident through epidemiological studies in various population groups. After the carcinogenic effects of nitrosamines and the anti-oxidant activity of vitamin C were discovered, some of the associations between stomach cancer and diet were partially understood. After the description of Helicobacter pylori in 1983 and the evidence of the relationship between this bacteria and certain stomach diseases, new elements were added to the knowledge about the development of this neoplasm. Current knowledge, albeit incomplete, provides interesting prospects for the prevention and early diagnosis of stomach cancer.

  1. Fatores de risco para hipoglicemia em pacientes que usam infusão contínua de insulina endovenosa na unidade de terapia intensiva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carina Teixeira Paixão

    2014-12-01

    Full Text Available Trata-se de revisão descritiva dos fatores de risco para hipoglicemia em pacientes com infusão contínua de insulina na terapia intensiva. Buscaram-se publicações entre 2006 e 2012, em livros e artigos de bases indexadas em bibliotecas virtuais. Selecionadas oito publicações ordenadas em categorias que tratavam da hipoglicemia, terapia nutricional e protocolos glicêmicos associados à insulinoterapia venosa. Conclui-se que há fatores de risco comuns à equipe multiprofissional e  o conhecimento desses fatores permitirá a segurança dos pacientes na utilização dessa terapêutica. 

  2. A escolha da unidade de atuação pelo docente da Escola Pública Estadual do Ensino Médio: Fatores relevantes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Vital Giordano

    2015-11-01

    Full Text Available Este artigo pesquisou sobre quais são os fatores que levam o professor a escolher a escola de atuação, e relacionar se esses fatores possuem alguma associação com a formação ou, se a escolha apresenta outros aspectos, além dos pedagógicos. Por meio de entrevistas com os docentes, utilizando-se questionários, a pesquisa mostra o cenário de uma escola da Diretoria Regional de Ensino Sul I, que no ano de 2014 alcançou as metas de Ensino Médio estabelecidas pelo IDESP. Os resultados apresentados no artigo indicam quais os fatores considerados pelos docentes a atuar na escola, em seus variados graus de importância.

  3. Fatores de risco em operações valvares: análise de 412 casos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ronaldo Machado BUENO

    1997-10-01

    Full Text Available O tratamento cirúrgico das valvopatias é muito freqüente e sua mortalidade ainda não se aproxima de zero. Neste estudo, procuramos identificar diversos fatores que poderiam aumentar o risco cirúrgico nestes procedimentos. Para isso, foram analisadas, retrospectivamente, 412 operações valvares realizadas no período de janeiro de 1994 a dezembro de 1995. A média de idade dos pacientes foi de 48,3 anos, com predomínio do sexo feminino (59,3%. Consistiam em reoperação 154 (37,4% casos e 24 (5,8% pacientes necessitaram revascularização miocárdica (RM associada. As valvas acometidas foram: mitral isolada (55,1%, aórtica isolada (27,2%, mitral e aórtica (11,4%, mitral e tricúspide (4,4%, tricúspide (0,7%, mitral aórtica e tricúspide (1,2%. A mortalidade hospitalar geral foi de 8,3%. Apresentaram-se como fatores de risco, relacionados à maior mortalidade, os seguintes: idade superior a 60 anos, presença de fibrilação atrial (FA no pré-operatório, necessidade de troca valvar (impossibilidade de preservação, classe funcional IV da NYHA no pré-operatório, redução da função ventricular (FE menor que 0,50, tempo de anôxia miocárdica superior a 75 minutos e tempo de circulação extracorpórea (CEC superior a 120 minutos. Pacientes submetidos a reoperação valvar e aqueles com RM associada apresentaram mortalidade mais elevada (11,7% e 20,8%, respectivamente, mas sem significância estatística. Por outro lado, a valva acometida, sexo, tipo de prótese utilizada nas trocas valvares (biológica ou metálica, número de operações valvares realizadas previamente (nas reoperações, intervalo de tempo entre a última operação e a atual (nas reoperações, e também nas reoperações o fato de ter sido submetido à troca valvar ou cirurgia conservadora previamente não alteram a mortalidade. Indicação cirúrgica precisa e no momento adequado, controle de arritmias pré-operatórias, novos medicamentos para controle da

  4. Determinação de fatores de empilhamento através de fotografias digitais Determination of piling factors through digital photography

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Pedro Boechat Soares

    2003-08-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi analisar a exatidão de estimativas de fatores de empilhamento obtidas através de fotografias digitais e de software especialmente desenvolvido para esta finalidade, em pilhas sobre caminhões. Para isto, foram utilizados seis caminhões com cinco pilhas cada um, pertencentes à ACESITA ENERGÉTICA Ltda. Após as análises, verificou-se que a diferença média entre os fatores obtidos pelo método fotográfico e os fatores reais foi da ordem de 3,2%, com tendência de superestimação dos fatores obtidos pelo método fotográfico. Pelo teste "t", verificou-se, também, que os fatores obtidos pelo método fotográfico diferiram dos fatores reais, principalmente devido ao mau empilhamento da madeira.The objective of this work was to analyze the accuracy of piling factor estimates using digital photography and software especially developed for this purpose. Six trucks carrying five piles each, owned by ACESITA ENERGÉTICA Ltd., were used in this research. The analysis revealed that the average difference between the factors determined by the photographic method and the actual factors was approximately 3.2%, with a tendency for over estimation of the values obtained by the photographic method. The "t" test analysis suggested that the differences observed between these factors were mainly due to the the poor piling up of the wood.

  5. GERAÇÃO DO FATOR TOPOGRÁFICO (LS EM BACIA HIDROGRÁFICA: ANÁLISE DA EXTENSÃO DE VERTENTES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leandro de Souza Pinheiro, Thiago Torres Costa Pereira, Rafael de Ávila Rodrigues, Gabriela Alves Jonas, Angela Silva Miazaki, Venâncio Campos Silva

    2014-08-01

    Full Text Available A erosão laminar, devido a sua característica peculiar, é dificilmente detectada por grande parte da população, principalmente nos estágios iniciais, havendo assim a necessidade do estabelecimento de práticas corretas de conservação do solo. A Equação Universal de Perda de Solo (EUPS busca estimar a perda de solo pela erosão laminar, considerando os fatores condicionantes da erosão. Contudo, existem fatores limitantes, inerentes da busca pela aproximação com a realidade, pois, a EUPS não considera a geometria das vertentes e aborda parcialmente a questão da extensão das vertentes, de grande influência no processo erosivo hídrico de superfície. Desta forma, o objetivo principal desta pesquisa foi aplicar sistemática de obtenção dos dados de comprimento de vertentes (Fator L, considerando como a dinâmica do escoamento superficial interfere nos resultados obtidos com a Equação Universal de Perda de Solo. Como área de estudo, foi selecionada uma bacia hidrográfica de um canal de segunda ordem, que banha a Floresta Escola do Instituto Hidroex em Frutal (MG. Os resultados obtidos indicaram que o Fator L influenciou sensivelmente nos dados, a técnica de obtenção dos dados de extensão de vertentes mostrou-se adequada, apresentando valores diferenciados do Fator LS (Fator Topográfico ao longo da vertente, bem como a menor generalização dos dados.

  6. GERAÇÃO DO FATOR TOPOGRÁFICO (LS EMBACIA HIDROGRÁFICA: ANÁLISE DA EXTENSÃO DE VERTENTES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leandro de Souza Pinheiro

    2015-09-01

    Full Text Available A erosão laminar, devido a sua característica peculiar, é dificilmente detectada por grande parte da população, principalmente nos estágios iniciais, havendo assim a necessidade do estabelecimento de práticas corretas de conservação do solo. A Equação Universal de Perda de Solo (EUPS busca estimar a perda de solo pela erosão laminar, considerando os fatores condicionantes da erosão. Contudo, existem fatores limitantes, inerentes da busca pela aproximação com a realidade, pois, a EUPS não considera a geometria das vertentes e aborda parcialmente a questão da extensão das vertentes, de grande influência no processo erosivo hídrico de superfície. Desta forma, o objetivo principal desta pesquisa foi aplicar sistemática de obtenção dos dados de comprimento de vertentes(Fator L, considerando como a dinâmica do escoamento superficial interfere nos resultados obtidos com a Equação Universal de Perda de Solo. Como área de estudo, foi selecionada uma bacia hidrográfica de um canal de segunda ordem, que banha a Floresta Escola do Instituto Hidroex em Frutal (MG. Os resultados obtidos indicaram que o Fator L influenciou sensivelmente nos dados, a técnica de obtenção dos dados de extensão de vertentes mostrou-se adequada, apresentando valores diferenciados do Fator LS (Fator Topográfico ao longo da vertente, bem como a menor generalização dos dados.

  7. Degradação Ambiental nos Municípios do Rio Grande do Sul e Relação com os Fatores de Desenvolvimento Rural

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nelson Guilherme Machado Pinto

    2015-06-01

    Full Text Available Resumo:O objetivo deste trabalho foi analisar o padrão de degradação ambiental agropecuário dos municípios gaúchos e verificar como esse padrão é impactado pelos fatores de desenvolvimento rural desses mesmos municípios em dois períodos distintos de tempo. Neste sentido, foi utilizada a metodologia do Índice de Degradação Ambiental Agropecuária (IDAA como proxy para a degradação ambiental agropecuária e a técnica de análise fatorial para encontrar os fatores determinantes do desenvolvimento rural. A fim de estudar o impacto desses fatores na degradação ambiental agropecuária do Rio Grande do Sul, foi estimado um modelo de regressão com dados em painel por meio do método de Efeitos Fixos. Os valores de degradação ambiental agropecuária para as mesorregiões gaúchas mostraram-se elevados, e a mesorregião Centro Oriental apresentou as maiores médias de degradação. Nas relações entre o IDAA e os fatores, todos os coeficientes demonstraram significância estatística. Os fatores Condições de Moradia e Educação Rurais, Alavancagem e Corretivos da Produção Rural e Energia Elétrica Rural apresentaram relação positiva com a degradação, e os fatores Estrutura e Desempenho do Setor Agropecuário, Área de Produção Agropecuária e Econômico e Financeiro Rural apresentaram relação negativa. Isso demonstra efeitos divergentes entre os aspectos estudados.

  8. Fatores de risco para meningite bacteriana no recém-nascido Risk factors for bacterial meningitis in the newborn

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vera Lúcia Jornada Krebs

    2004-09-01

    Full Text Available O objetivo do estudo é descrever os fatores de risco para meningite bacteriana em recém-nascidos e analisar a prevalência destes fatores, considerando-se a presença ou não de baixo peso ao nascimento. Foram analisados 50 recém-nascidos com meningite bacteriana, excluindo-se aqueles com meningomielocele ou infecção congênita. Na análise estatística utilizou-se o teste exato de Fisher, considerando-se significantes os valores de p The aim of this study is to describe the risk factors for bacterial meningitis in newborns, and to analyze the prevalence of these factors, considering or not the low birth weight presence. Fifty newborns with bacterial meningitis were analyzed, excluding the ones with meningomyelocele or congenital infection. In the statistical analysis, the Fisher's exact test was used, considering significant the p < 0.05 values. This study has shown that prematurity, low birth weight and presence of previous infectious diseases in the newborn or in the mother were important risk factors for meningitis. Among low birth weight newborns, invasive procedures, especially tracheal intubation, use of central venous catheter and previous use of antibiotics, were significantly associated to the meningitis occurrence. These results indicate that the improvement in the prenatal care and in the hospital infection control are measures of high importance in the decrease of the incidence of neonatal bacterial meningitis.

  9. Eventos Culturais e Stakeholders: A Gastronomia Como Fator Promocional do Turismo no Festival Revelando São Paulo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andréa Prado Zago

    2013-06-01

    Full Text Available O presente artigo discute a relação entre a gastronomia e o turismo, enfatizando aquela como patrimônio intangível, carregado de simbolismos e ritos culturais. O estudo tem por objetivo identificar a influência da gastronomia como fator promocional do turismo, em um festival cultural, na visão dos diferentes stakeholders do evento. Trata-se de um estudo de caso, de caráter qualitativo, envolvendo observação direta sistematizada e entrevistas semiestruturadas com os stakeholder do festival Revelando São Paulo, objeto de pesquisa. Observa-se que a gastronomia tradicional apresentada no Festival é interpretada como parte de um produto cultural em um destino. Expositores, organizadores e mídia acreditam que o evento pode ser considerado como fator de influência para o turismo local, por meio do contato com os representantes da cultura popular, das apresentações artísticas e ainda, pela motivação gastronômica.

  10. Prevalência de adesão à terapêutica medicamentosa em idosos e fatores relacionados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daiane Porto Gautério-Abreu

    2016-04-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo: verificar a prevalência de adesão à terapêutica medicamentosa entre idosos em atendimento ambulatorial e se há associação entre tal adesão e fatores demográficos, socioeconômicos e condições de saúde. Método: estudo exploratório, descritivo, transversal, quantitativo, realizado nos ambulatórios de um hospital universitário no Rio Grande do Sul, Brasil. Participaram 107 idosos, selecionados por conveniência, que responderam a três instrumentos de coleta de dados. Realizou-se análise estatística descritiva e inferencial. Resultados: a prevalência de adesão foi de 86,9%. Houve associação estatisticamente significante entre a variável adesão e receber orientações do médico sobre como fazer uso dos medicamentos e apresentar reação adversa. Conclusão: é importante que os enfermeiros conheçam a prevalência de adesão aos medicamentos e os fatores a ela relacionados para melhor planejamento de intervenções que promovam o sucesso terapêutico.

  11. Trabalho rural e fatores de risco associados ao regime de uso de agrotóxicos em Minas Gerais, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wagner Soares

    Full Text Available O objetivo deste artigo foi caracterizar o processo do trabalho rural em nove municípios de Minas Gerais, considerando indicadores sócio-demográficos, a estrutura agrária dos estabelecimentos rurais, práticas de trabalho relacionadas ao uso de agrotóxicos e, a intoxicação associada a seu uso. Os dados foram obtidos de uma pesquisa realizada pela Fundação Jorge Duprat Figueiredo, de Segurança e Medicina do Trabalho, que aplicou um questionário a 1.064 trabalhadores rurais, entre os anos de 1991 a 2000. Por meio de uma regressão logística, foram obtidos os fatores de risco associados à intoxicação por agrotóxicos dos grupos organofosforados e carbamatos. Cerca de 50% dos entrevistados se encontravam ao menos moderadamente intoxicados. Os fatores de risco encontrados foram: ter o último contato a menos de duas semanas com agrotóxicos; não usar proteção; ser orientado pelo vendedor; citar organofosforado ou carbamato como agrotóxico principal e trabalhar nos municípios de Teófoli Otoni, Guidoval ou Piraúba. Os resultados apontam para o alto grau de risco de agravos à saúde a que estão sujeitos trabalhadores rurais em contato com agrotóxicos.

  12. A especificidade semântica como fator determinante na aquisição de verbos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tonietto, Lauren

    2008-01-01

    Full Text Available Miller e Felbaum (1991 postulam que verbos genéricos são mais básicos e de ocorrência mais precoce do que específicos. O presente estudo verificou a especificidade como fator determinante na aquisição de verbos em crianças brasileiras. O corpus de 146 respostas de crianças entre 2:0 e 5:11 anos e 75 adultos universitários, emitidas para cada um dos 17 filmetes da terefa de nomeção de ações, foi analisado quanto á validade e especificidade dos verbos. O número de respostas válidas e de verbos específicos aumentou significativamente com a idade, confirmando que idade e gênero são fatores prediletos do uso de verbos específicos. Os resultados sugerem que o desenvolvimento texical das crianças brasileiras está associado a sua capacidade de categorização. já que utilizam inicialmente verbos genéricos para diferentes situações. Com a experiência e exposição ao insumo lingüístico, adquirem características semânticas mais complexas que possibilitam o uso de mais verbos específicos

  13. Distress do paciente oncológico: prevalência e fatores associados na opinião de familiares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karla Alexsandra de Albuquerque

    2014-10-01

    Full Text Available Este estudo verificou a prevalência e fatores associados ao distress de pacientes oncológicos, na opinião de familiares. Foram entrevistados 140 familiares responsáveis pelo cuidado de pacientes com câncer. O Termômetro de Distress foi adaptado para uso em familiares. Estes consideraram que 72,9% dos pacientes estavam com distress relacionado a preocupações (80,4%, nervosismo (78,4%, tristeza (74,5%, dor (67,6%, fadiga (67,6% e problemas com alimentação (57,8%. Modelos de regressão logística hierárquica mostraram que, enquanto familiares do sexo masculino (OR=0,025 e idades mais avançadas (OR=0,006 a 0,059 tiveram menor risco de perceber o distress, indivíduos protestantes, comparados a católicos, tiveram chance 12,77 vezes maior de percebê-lo. Quanto aos fatores associados, nervosismo (OR=10,8 contribuiu significativamente mais com a percepção de distress pelos familiares quando comparado a fadiga (OR=3,38 ou ter plano de saúde privado (OR=2,55. Familiares podem ser grandes aliados na avaliação e acompanhamento do distress de pacientes com câncer.

  14. HIV em mulheres de meia-idade: fatores associados HIV in middle-aged women: associated factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Lúcia Ribeiro Valadares

    2010-01-01

    Full Text Available A infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV tem aumentado significativamente entre mulheres de meia-idade. Nesta revisão foi feito um levantamento de estudos recentes que buscam identificar possíveis fatores de risco associados à infecção pelo HIV em mulheres climatéricas. São abordados diversos fatores associados, como: sintomas climatéricos, mudança de comportamento do parceiro sexual frente a novos medicamentos, negociação sobre o uso de preservativos em relações sexuais, comportamento de risco para HIV, autoestima global e autoestima sexual, história pregressa de abuso sexual, uso de drogas, estereótipo da vida sexual na maturidade, uso de terapia antirretroviral e abordagem da função sexual.Human immunodeficiency virus (HIV infection has increased considerably among middle-aged women. In this work we reviewed recent studies aimed at identifying possible factors related to HIV infection in climacteric women. Several associated factors are considered, such as: climacteric symptoms, partner's change in sexual behavior in face of new drugs, negotiation for use of condoms in sexual intercourse, risk behavior for HIV, global self-esteem and sexual self-esteem, history of sexual abuse, use of drugs, stereotypes of sex life in maturity, use of antiretroviral therapy and approach to sexual function.

  15. Trabalho rural e fatores de risco associados ao regime de uso de agrotóxicos em Minas Gerais, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Soares Wagner

    2003-01-01

    Full Text Available O objetivo deste artigo foi caracterizar o processo do trabalho rural em nove municípios de Minas Gerais, considerando indicadores sócio-demográficos, a estrutura agrária dos estabelecimentos rurais, práticas de trabalho relacionadas ao uso de agrotóxicos e, a intoxicação associada a seu uso. Os dados foram obtidos de uma pesquisa realizada pela Fundação Jorge Duprat Figueiredo, de Segurança e Medicina do Trabalho, que aplicou um questionário a 1.064 trabalhadores rurais, entre os anos de 1991 a 2000. Por meio de uma regressão logística, foram obtidos os fatores de risco associados à intoxicação por agrotóxicos dos grupos organofosforados e carbamatos. Cerca de 50% dos entrevistados se encontravam ao menos moderadamente intoxicados. Os fatores de risco encontrados foram: ter o último contato a menos de duas semanas com agrotóxicos; não usar proteção; ser orientado pelo vendedor; citar organofosforado ou carbamato como agrotóxico principal e trabalhar nos municípios de Teófoli Otoni, Guidoval ou Piraúba. Os resultados apontam para o alto grau de risco de agravos à saúde a que estão sujeitos trabalhadores rurais em contato com agrotóxicos.

  16. Fatores associados à eficiência técnica e de escala das cooperativas agropecuárias paranaenses

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Uemerson Rodrigues de Souza

    2011-09-01

    Full Text Available O presente estudo analisa a eficiência técnica e de escala das cooperativas agropecuárias do Paraná, bem como identifica os fatores que estão relacionados com sua eficiência. A metodologia empregada está baseada em Análise Envoltória de Dados (DEA e análise discriminante. Os resultados demonstram que as cooperativas agropecuárias de grande porte foram mais eficientes do que as de pequeno porte. Entre os principais fatores que influenciaram a eficiência nas cooperativas, destacam-se as aplicações de capital próprio (patrimônio líquido e os prazos de pagamento menores. Em síntese, para atingir maiores níveis de competitividade, é necessário que as cooperativas desenvolvam práticas bem definidas de capitalização.The present paper analyzes the scale and the technical efficiency of the agricultural cooperatives in the Paraná state, and identifies the factors that are related with their efficiency. The methodology is based on Data Envelopment Analysis (DEA, and discriminant analysis. Results demonstrate that large agricultural cooperatives are more efficient than the small ones. The main factors that influence the efficiency are own capital (equity and smaller payment periods. In synthesis, to reach larger levels of competitiveness, the agricultural cooperatives need to develop better defined capitalization practices.

  17. Levantamento dos fatores de risco para diabetes mellitus tipo 2 em uma instituição de ensino superior

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ortiz Maria Carolina Alves

    2001-01-01

    Full Text Available O aumento da expectativa de vida da população, diminuição da atividade física e aumento da ingesta calórica exercem importante papel no aparecimento do diabetes na população. Assim, o objetivo deste estudo é identificar os fatores de risco para o diabetes mellitus tipo 2, em 99 sujeitos de instituição de ensino, em uma cidade do interior paulista. Os resultados permitiram-nos concluir que: 51,5% dos sujeitos estão com sobrepeso ou obesos; 51,5% tem antecedentes hereditários, 70% não realizam atividades físicas regularmente, 68% sentem-se estressados no trabalho e 6% apresentam níveis pressóricos alterados. Os resultados indicam a necessidade de programa educativo junto às instituições, visando despertar nos sujeitos a necessidade de buscar estilos de vida saudáveis a fim de prevenir os fatores de risco para o diabetes tipo 2.

  18. Monitoramento de fatores de risco para doenças crônicas por entrevistas telefônicas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Monteiro Carlos Augusto

    2005-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever métodos e resultados iniciais de sistema de monitoramento de fatores de risco para doenças crônicas não transmissíveis por meio de entrevistas telefônicas. MÉTODOS: Estudou-se amostra probabilística (n=2.122 da população adulta do Município de São Paulo residente em domicílios conectados à rede de telefonia fixa, com amostragem realizada em duas etapas: sorteio de linhas telefônicas e sorteio do morador do domicílio a ser entrevistado. Foi aplicado questionário para investigar características demográficas e socioeconômicas, padrão de alimentação e de atividade física, consumo de cigarros e de bebidas alcoólicas, peso e altura recordados e auto-referência a diagnóstico médico de hipertensão arterial e diabetes, entre outros quesitos. Foram calculadas estimativas sobre a prevalência de fatores de risco selecionados para doenças crônicas não transmissíveis para a população adulta com telefone e para a população adulta total do município. Neste último caso, população total, foram aplicados à amostra fatores de ponderação que levaram em conta diferenças demográficas e socioeconômicas entre a população com telefone e a população total do município. RESULTADOS: Foram observadas diferenças substanciais entre os sexos quanto à freqüência da maioria dos fatores de risco estudados, sendo significativamente mais freqüentes em homens o consumo insuficiente de frutas e hortaliças, o consumo excessivo de bebidas alcoólicas e o excesso de peso; e nas mulheres foram mais freqüentes o sedentarismo e a hipertensão. Possibilidades adicionais de estratificação da prevalência de fatores de risco permitidas pelo sistema de monitoramento foram ilustradas a partir de exemplos abrangendo faixa etária, nível de escolaridade e área de residência na cidade dos entrevistados. CONCLUSÕES: O desempenho do sistema de monitoramento, avaliado a partir da representatividade e confiabilidade

  19. Prevalência e fatores associados ao consumo de frutas, legumes e verduras entre adolescentes de escolas públicas de Caruaru, PE

    OpenAIRE

    Muniz,Ludmila Correa; Zanini,Roberta de Vargas; Schneider,Bruna Celestino; Tassitano, Rafael Miranda; Feitosa,Wallacy Milton do Nascimento; González-Chica,David Alejandro

    2013-01-01

    Trata-se de um estudo transversal de base escolar que avaliou a prevalência e fatores associados ao consumo diário de frutas, legumes e verduras (FLV) entre adolescentes de escolas públicas de Caruaru (PE). Para avaliar os fatores associados ao consumo diário de FLV, realizou-se análise multivariável e hierarquizada, por regressão de Poisson, com variáveis sociodemográficas no primeiro nível, comportamentais no segundo e alimentares no terceiro. Os resultados mostraram que, dos 600 adolescent...

  20. Agrupamento de fatores de risco cardiovasculares em população rural, por meio da análise fatorial

    OpenAIRE

    Eulilian Dias de Freitas

    2008-01-01

    Desde que Reaven introduziu o conceito conhecido como síndrome X, o agrupamento de alguns fatores de risco cardiovasculares, tais como: hipertensão arterial sistêmica, dislipidemia, excesso de peso e resistência à insulina tem sido motivo de intensos debates. Há evidências de que exista mais de um processo fisiopatológico relacionado ao desenvolvimento simultâneo dessas alterações metabólicas, cada um produzindo um padrão de agrupamento de fatores de risco diferente. A técnica de análise f...

  1. Fatores clínicos e de risco associados ao desempenho cognitivo em crianças vítimas de abuso sexual

    OpenAIRE

    Natali Maia Marques

    2015-01-01

    A violência contra a criança constitui-se como um problema de saúde pública ao implicar simultaneamente fatores individuais, familiares e sociais. Estudos enfatizam prejuízos cognitivos na população de crianças vítimas de abuso sexual, principalmente quanto aos aspectos atencionais, memória e funções executivas. Esta pesquisa teve por objetivo estudar os fatores clínicos e de risco associados ao desempenho cognitivo de crianças vítimas de abuso sexual. A amostra do estudo foi composta por 50 ...

  2. A LegitimaÃÃo dos Fatores FilogenÃticos da Feminilidade em Freud: Uma InvestigaÃÃo EpistemolÃgica

    OpenAIRE

    Nayanny Sampaio Moreira

    2011-01-01

    Fazemos aqui uma investigaÃÃo sobre o modo com que Freud legitimou epistemologicamente os fatores filogenÃticos de sua teoria da feminilidade. Situamos com Kurt Lewin, a perspectiva epistemolÃgica de nossa pesquisa. Com Colette Chiland trabalhamos a noÃÃo de âfemeidadeâ, como termo que representa os fatores biolÃgicos da feminilidade, ou seja, o que a de biolÃgico no corpo da mulher e que todas tem que elaborar. O tema deste Projeto foi sugerido por nosso orientador o Prof. Ricardo L. L. Bar...

  3. Fatores modificáveis da degeneração macular relacionada à idade Modifiable risk factors for age-related macular degeneration

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rogil José de Almeida Torres

    2009-06-01

    Full Text Available Os autores apresentam os principais fatores modificáveis considerados de risco para o desencadeamento e/ou agravamento da degeneração macular relacionada com a idade. São abordados os mecanismos de ação destes fatores, assim como medidas preventivas e eficácia de eventuais intervenções.The authors present the main modifiable risk factors that may trigger and/or worsen age-related macular degeneration. Mechanisms of action related to these factors as well as preventive measures and intervention effectiveness are discussed.

  4. CONDUTÂNCIA DO DOSSEL, CONDUTÂNCIA AERODINÂMICA E FATOR DE DESACOPLAMENTO EM FLORESTA DE VOCHYSIA DIVERGENS POHL (VOCHYSIACEAE) NO PANTANAL BRASILEIRO

    OpenAIRE

    CAMILA ISABEL DE MENEZES FRAGA; LUCIANA SANCHES; OSVALDO BORGES PINTO JUNIOR; LEONE FRANCISCO AMORIM CURADO; DENILTON CARLO GAIO

    2015-01-01

    Neste trabalho avaliaram-se os mecanismos de controle da evapotranspiração por meio da condutância do dossel, condutância aerodinâmica e fator de desacoplamento em floresta de Vochysia divergens Pohl (Vochysiaceae) localizada no Mato Grosso no Pantanal Brasileiro. Durante o ano 2007 foram estimadas as variáveis: evapotranspiração, condutância do dossel, condutância aerodinâmica e pressão de vapor d'água. O fator de desacoplamento foi 0,58 e 0,51 durante as estações úmida e seca, respectivamen...

  5. Relacionamentos amorosos: fatores evolutivos, românticos e contemporâneos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paula Carolina Cardoso Brenneisen

    2015-12-01

    Full Text Available Este estudo aborda fatores evolutivos e históricos que culminaram no estabelecimento de relações do modelo romântico, instituído pelo casamento por amor. Supõe, também, os desmembramentos, consequências e desafios da aquisição familiar, como formação de estrutura social mais ampla. Sugere, assim, a relação do casamento a aspectos evolutivos da espécie humana e à dependência do recém-nascido humano aos pais, como meio de sobrevivência e desenvolvimento. De outro modo, nos mamíferos, dificilmente é constatado vínculo entre o macho e a fêmea após a cópula. Nos humanos os vínculos costumam ser mais permanentes em relação aos filhos, após atingir a maturidade física e cognitiva, estes também não se desvinculam dos pais. No entanto, no que se refere às uniões humanas, as reivindicações das mulheres, por relações mais igualitárias e democráticas, têm provocado profundas alterações no modelo familiar tradicional. As mudanças no mundo econômico e do trabalho, por sua vez, têm provocado uma crise de identidades sem precedente, fatos que somados, tem culminado com separações e novas decisões no que se refere à estrutura familiar. Por outro lado, no mundo contemporâneo, o conceito de família tem se tornado mais plural e com a possibilidade de novas chances. Palavras-chave: processos evolutivos, relacionamentos amorosos; crise de identidades.   LOVING RELACIONSHIPS: EVOLUCIONARY, ROMANTIC AND CONTEMPORARY FACTORS   Abstract: This study deals with evolutionary and historical factors that culminated in establishing the romantic relationships model imposed by love match. It assumes also the dismemberment, consequences and challenges for the formation of a family, as well as for the formation of larger social structures. Therefore, this study suggests the relationship betwen marriage and evolutionary aspects of the human species, and the dependence of the human newborn to his/her parents as a means of

  6. Distúrbios fonoaudiológicos autodeclarados e fatores associados em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Richinitti Vilanova

    2015-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: identificar os distúrbios fonoaudiológicos e fatores associados autodeclarados em uma população de idosos. MÉTODOS: estudo transversal a partir de visitas domiciliares com uma amostra de 44 idosos com idade igual ou superior a 60 anos. A amostragem foi aleatória por múltiplos estágios. Utilizou-se um roteiro previamente estruturado com questões relacionadas a: aspectos sócio demográficos de saúde geral e uso de serviços de saúde; comunicação oral; motricidade e funções orofaciais; audição e equilíbrio segundo auto-percepção. Perguntou-se ainda sobre a existência ou não de tontura, zumbido uso de prótese dentária, dentição precária, diagnóstico de doenças sistêmicas, uso de cigarro ou assemelhados e manutenção de acompanhamento médico sistemático. Os dados foram registrados em banco de dados e as análises estatísticas realizadas por meio do programa EpiInfo versão 7.0. Foram verificadas as frequências das variáveis e sua distribuição na amostra estudada. RESULTADOS: 44 idosos com idades entre 60-80 anos (média de 66,04 anos; DP=4,8. Destes, 52,3% eram do sexo masculino e 47,4% do sexo feminino. 11,4% dos sujeitos da amostra referiram alteração de fala; 09,1% alteração de voz; 11,4% alteração de motricidade orofacial sendo que 27,3% fazia uso de prótese dentária e 18,2% apresentava dentição precária; 6,8% citaram audição e equilíbrio ruins sendo que 40,9% relataram tontura; 54,5% mencionaram serem portadores de doença sistêmica; 18,2% declararam-se fumantes e 70,4% disseram manter acompanhamento médico periódico. CONCLUSÃO: as queixas fonoaudiológicas mais frequentes na população entrevistada estão relacionadas à motricidade orofacial, audição e equilíbrio, sendo que ter doença sistêmica está mais comumente associado às queixas fonoaudiológicas.

  7. LDL oxidada: Como um fator de risco para doença cardiovascular no transplante renal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adele Soltani

    2016-06-01

    Full Text Available RESUMO Objetivos: A taxa de mortalidade de pacientes com doença renal crônica (DRC, que tenham sido submetidos à terapia de substituição renal, é muito elevada devido a doenças cardiovasculares (DCV. Alguns estudos indicaram que a ciclosporina A (CsA, um medicamento utilizado para prevenir a rejeição de transplante, está associada à perda óssea após o transplante. Além disso, ela tem um efeito oxidante sobre os lipídeos circulantes. Seu efeito pró-oxidante nas membranas celulares provoca a liberação de cálcio. Este estudo teve como objetivo analisar se o transplante renal pode ou não resultar em melhora no estresse oxidativo (EO; e avaliar a associação entre a LDL oxidada (LDL-ox e algumas variáveis na predição do risco de DCV em pacientes transplantados renais (TR, comparados com o grupo controle. Materiais e Métodos: Um total de 30 pacientes com DRC foram recrutados para avaliação das alterações dependentes do tempo no biomarcador de EO antes e após TR. Foram avaliados: LDL-ox, parâmetros do metabolismo dos lipídeos, a CsA, creatinina, cálcio e fosfato tanto antes do TR, 10 dias e 6 meses após o TR, em comparação com o grupo controle (n = 30. Resultados: após 6 meses, a concentração de LDL-ox mudou de 79,7 ± 9,7-72 ± 7 mU/ml (p < 0,009. O nível de fosfato de cálcio foi positivamente correlacionado com a concentração de LDL-ox (R = 0,467, p = 0,011 e ciclosporina (r = 0,419, p = 0,024 6 meses após o transplante. Conclusão: Os resultados indicaram que a restauração da função renal pelo transplante, melhora o estresse oxidativo induzido pela uremia. O produto de fosfato de cálcio, como um fator de risco independente para DCV, correlaciona-se com o LDL-ox antes do TR e 6 meses após o TR. O produto de fosfato de cálcio também se correlaciona com a ciclosporina no grupo TR.

  8. Política Nacional de Saúde Bucal: fatores associados à integralidade do cuidado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sônia Cristina Lima Chaves

    2010-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar fatores relacionados à integralidade na assistência à saúde bucal em centros de especialidades odontológicas segundo os princípios norteadores da Política Nacional de Saúde Bucal. MÉTODOS: Estudo exploratório transversal baseado em entrevista com 611 usuários de quatro centros de especialidades odontológicas da Bahia em 2008. A variável dependente foi descrita como "integralidade na saúde bucal", correspondente à realização de tratamento odontológico básico antes do tratamento especializado ou concomitante a este. As principais co-variáveis se referiram a cobertura da estratégia saúde da família no município, características sociodemográficas dos usuários, acessibilidade organizacional e geográfica ao serviço, além do tipo de especialidade demandada. RESULTADOS: Residentes de cidades em que o Programa Saúde da Família tinha cobertura > 50% tiveram mais chance de concluir o tratamento odontológico (RP = 2,03, IC 95%: 1,33;3,09 em relação àqueles residentes em locais com cobertura menor. Quem buscou tratamento endodôntico teve mais chance de receber assistência integral à saúde bucal do que os usuários em busca de outras especialidades (RP = 2,31, IC 95%: 1,67;3,19. Os usuários com maior facilidade no acesso geográfico ao serviço especializado (RP = 1,22, IC 95%: 1,03;1,41, com ficha de referência (RP = 2,95, IC 95%: 1,82;4,78 e oriundos da atenção primária (RP = 3,13, IC 95%: 1,70;5,77 tiveram mais chance de alcançar a integralidade na assistência à saúde bucal em relação aos demais usuários. CONCLUSÕES: Usuários com facilidade de acesso geográfico, mais jovens e necessidade de serviço endodôntico tiveram mais chance de receber assistência integral. A implantação de centros de especialidades odontológicas em municípios nos quais a atenção primária à saúde não esteja adequadamente estruturada não é recomendada, visto que a atenção secundária estaria

  9. Fatores indicadores da sintomatologia climatérica Predicting factors of climacteric symptoms

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dino Roberto Soares De Lorenzi

    2005-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: identificar fatores indicadores da sintomatologia climatérica. PACIENTES E MÉTODOS: estudo transversal de 254 mulheres pós-menopáusicas com idade entre 45 e 60 anos atendidas em Ambulatório de Climatério entre junho e outubro de 2002. Foram excluídas mulheres histerectomizadas ou sob terapia hormonal. As atitudes sobre a menopausa foram avaliadas por meio de instrumento construído a partir da adaptação de um questionário, constituindo-se de 11 questões referentes a atitudes positivas (vantagens e 11 referentes a atitudes negativas (desvantagens sobre a menopausa. Para a coleta de dados sociodemográficos e relacionados a variáveis reprodutivas e às condições de saúde da população estudada, utilizou-se questionário estruturado e previamente testado. A sintomatologia climatérica foi avaliada pelo índice de Kupperman e as atitudes sobre a menopausa por meio de instrumento específico. Os dados foram analisados pelo teste t de Student, análise de variância (ANOVA e regressão linear múltipla. RESULTADOS: de modo geral, a sintomatologia climatérica foi leve em 28%, moderada em 42,3% e intensa em 30,7% dos casos. Os sintomas mais prevalentes foram a irritabilidade (87,1%, as artralgias/mialgias (77,5% e a melancolia/tristeza (73,2%, ao passo que os mais intensos foram as ondas de calor, a irritabilidade e a insônia. Sintomas vasomotores foram referidos por 60,2% das entrevistadas. Mostraram-se indicadores da sintomatologia climatérica a cor, a atividade física regular e as atitudes com respeito a menopausa. A cor branca (p=0,02, a atividade física regular (p=0,04 e uma percepção positiva sobre a menopausa (p=0,01 associaram-se a sintomas climatéricos menos intensos. Em contrapartida, a percepção da menopausa como evento desvantajoso (atitude negativa associou-se a pior sintomatologia climatérica (pPURPOSE: to identify factors associated with climacteric symptoms. METHODS: a cross-sectional study of 254

  10. Ablacao de Fibrilacao Atrial por Mapeamento Eletroanatomico: Eficacia e Fatores de Recorrencia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Kalil

    2014-01-01

    Full Text Available Fundamento: A ablação por cateter de radiofrequência guiada por mapeamento eletroanatômico é, atualmente, uma importante opção terapêutica para o tratamento da fibrilação atrial. A complexidade do procedimento, as diferentes técnicas e a diversidade de pacientes dificultam a reprodução dos resultados bem como a indicação do procedimento. Objetivo: Avaliar a eficácia e os fatores relacionados à recorrência de fibrilação atrial. Métodos: Estudo de coorte prospectivo com pacientes consecutivos submetidos ao tratamento de fibrilação atrial por ablação e mapeamento eletroanatômico. Foram incluídos os seguintes pacientes: idade acima de 18 anos; portadores de fibrilação atrial paroxística, persistente ou persistente de longa duração; com registro de fibrilação atrial em eletrocardiograma, Holter ou ergometria (duração > 15 minutos; com sintomas associados aos episódios de fibrilação atrial; e apresentando refratariedade a, pelo menos, duas drogas antiarrítmicas (entre elas amiodarona ou impossibilidade do uso de drogas antiarrítmicas. Resultados: Foram incluídos 95 pacientes (idade 55 ± 12 anos, 84% homens, CHADS2 médio = 0,8 que realizaram 102 procedimentos com seguimento mediano de 13,4 meses. A taxa livre de recorrência após o procedimento foi de 75,5% após 12 meses. Os pacientes portadores de fibrilação atrial paroxística e fibrilação atrial persistente apresentaram recorrência de 26,9% versus 45,8% dos pacientes portadores de fibrilação atrial persistente de longa duração (p = 0,04. Das variáveis analisadas, o tamanho do átrio esquerdo demonstrou ser preditor independente de recorrência de fibrilação atrial após o procedimento (HR = 2,58, IC95% = 1,36-4,89. Houve complicações em 4,9% dos procedimentos. Conclusão: A ablação de fibrilação atrial guiada por mapeamento eletroanatômico demonstrou ser um procedimento com boa eficácia. O aumento do tamanho do átrio esquerdo foi

  11. Deficiencia de vitamina A e fatores associados em criancas de areas urbanas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daiane de Queiroz

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a prevalência da deficiência de vitamina A em crianças e os fatores associados. MÉTODOS: Estudo de corte transversal de base populacional realizado com 1.211 crianças de seis a 59 meses de idade, de ambos os sexos, procedentes da área urbana de nove cidades do estado da Paraíba, Brasil. O estado nutricional de vitamina A foi avaliado pelas concentrações séricas de retinol e presença de infecção subclínica avaliada pelas concentrações de proteína C-reativa. Foram investigadas as condições socioeconômicas, demográficas, de saneamento, além da suplementação prévia com vitamina A. Foram consideradas com deficiência de vitamina A as crianças com concentrações de retinol sérico < 0,70 µmol/L. Níveis séricos de vitamina A < 0,70 µmol/L com prevalência ≥ 20% foram considerados como grave problema de saúde pública. Análises uni e multivaridas foram conduzidas para testar associações estatísticas (p < 0,05. RESULTADOS: A prevalência de deficiência de vitamina A foi de 21,8% (IC95% 19,6;24,2, mostrando associação com a presença de infecção subclínica e ausência de água no domicílio. A prevalência de deficiência de vitamina A foi de 21,8% (IC95% 19,6;24,2. Após ajuste para confundimento, a deficiência de vitamina A mostrou-se associada com a presença de infecção subclínica e com a ausência de água no domicílio. A ocorrência da deficiência de vitamina A foi quatro vezes maior (IC95% 1,49;10,16 em crianças com infecção subclínica e sem água no domicilio, comparativamente às crianças sem infecção e com água no domicílio. CONCLUSÕES: Apesar das ações de prevenção e controle da deficiência de vitamina A, a hipovitaminose A ainda configura-se como um problema de saúde pública preocupante entre as crianças menores de cinco anos.

  12. Avaliação dos fatores associados à transmissão vertical de HIV-1

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Matheus Costa da Rosa

    2015-12-01

    Full Text Available Resumo Objetivo Comparar a prevalência e os fatores associados à transmissão vertical de HIV-1 entre grávidas tratadas de 1998-2004 e de 2005-2011 em um serviço de referência de cuidado de pacientes com HIV no sul do Brasil. Métodos Estudo descritivo e analítico que usou as bases de dados de laboratórios da Rede Nacional de Laboratórios de CD4 e Carga Viral de DST/Aids do Ministério da Saúde. As grávidas com HIV-1 foram selecionadas em uma pesquisa ativa de informações clínicas e dados obstétricos e neonatais em seus prontuários médicos entre 1998-2011. Resultados Foram analisadas 102 grávidas entre 1998 e 2004 e 251 entre 2005-2011, no total 353 crianças nascidas de grávidas com HIV-1. Observou-se que a transmissão vertical foi de 11,8% entre 1998 e 2004 e de 3,2% entre 2005-2011 (p < 0,001. O maior uso de medicamentos antirretrovirais (p = 0,02, a redução na carga viral (p < 0,001 e o tempo de ruptura de membranas menor do que quatro horas (p < 0,001 foram associados à redução nos fatores de transmissão vertical quando os dois períodos são comparados. Conclusão Observou-se uma redução na taxa de transmissão vertical nos últimos anos. De acordo com as variáveis estudadas, sugere-se que os fatores de risco de transmissão vertical de HIV-1 foram ausência de terapia antirretroviral, alta carga viral das grávidas e tempo de ruptura maior do que quatro horas.

  13. Prevalência de Fatores de Risco Cardiovascular em Pacientes em Hemodiálise - O Estudo CORDIAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jayme Eduardo Burmeister

    2014-06-01

    Full Text Available Fundamentos: Há uma carência de dados epidemiológicos sobre o perfil de risco cardiovascular nos pacientes renais crônicos em hemodiálise no Brasil. Objetivo: O estudo CORDIAL foi planejado para avaliar fatores de risco cardiovascular e acompanhar a evolução de uma população em programa de hemodiálise numa cidade metropolitana do Brasil. Métodos: Todos os pacientes em hemodiálise por doença renal crônica nos quinze centros de nefrologia de Porto Alegre foram considerados para inclusão na fase inicial do estudo CORDIAL. Dados clínicos, laboratoriais e demográficos foram obtidos nos registros médicos, e em entrevistas individuais estruturadas realizadas com todos os pacientes por pesquisadores treinados. Resultados: Foram incluídos 1215 pacientes (97,3% de todos os que estavam em hemodiálise na cidade de Porto Alegre. A média de idade era 58,3 anos, 59,5% eram homens e 62,8% eram brancos. A prevalência de fatores de risco cardiovascular encontrada foi 87,5% para hipertensão, 84,7% para dislipidemia, 73,1% para sedentarismo, 53,7% para tabagismo e 35,8% para diabetes. Em uma análise multivariada ajustada, sedentarismo (p = 0,032; RP 1,08 - IC95%: 1,01-1,15, dislipidemia (p = 0,019; RP 1,08 - IC95%: 1,01-1,14, e obesidade (p < 0,001; RP 1,96 - IC95%: 1,45-2,63 foram mais frequentes em mulheres; e hipertensão (p = 0,018; PR 1,06 - IC95%: 1,01-1,11 e tabagismo (p = 0,006; RP 2,7 - IC95%: 1,79-4,17 foram mais frequentes naqueles com menos de 65 anos. Sedentarismo apresentou uma associação independente com tempo em diálise inferior a 12 meses (p < 0,001; RP 1,23 - IC95%: 1,14-1,33. Conclusão: Pacientes em hemodiálise nesta metrópole do sul do Brasil apresentaram uma prevalência elevada de fatores de risco cardiovascular similar a diversos países do hemisfério norte.

  14. Identificação de fatores de risco cardiovascular em pais/cuidadores de crianças cardiopatas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Camila Feijó Borges

    2012-10-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: As doenças cardiovasculares representam uma das principais causas de morbimortalidade no mundo. No Brasil, constituem a principal causa de óbitos. OBJETIVO: Identificar fatores de risco cardiovasculares em pais/cuidadores de crianças cardiopatas, mediante avaliação do estado nutricional, condições de saúde e estilo de vida. MÉTODOS: Estudo transversal, com 150 pais ou cuidadores de crianças cardiopatas que frequentavam um ambulatório de cardiologia pediátrica. Dados de identificação, estilo de vida e condições de saúde foram coletados por meio de questionário estruturado. Para análise dos hábitos alimentares utilizou-se questionário de frequência alimentar, e para avaliação do estado nutricional foram realizadas aferições de peso, estatura e circunferência da cintura e cálculo e classificação do Índice de Massa Corporal (IMC. RESULTADOS: Foram avaliados 155 pais de crianças cardiopatas, predominantemente do sexo feminino, 91,6%; a média de idade foi 35,0 ± 10,6 anos. Os fatores de risco observados em maior prevalência foram sedentarismo (85,2%, obesidade (28% e hipertensão (22,6%. Em relação aos hábitos alimentares foi identificada elevada frequência de consumo de carne vermelha, margarina, azeite, açúcar e baixo consumo de peixes. A comparação entre os gêneros apresentou diferença significativa em relação à obesidade, detectada pelo IMC, e hipertensão, e ambas foram mais presentes entre mulheres. A medida da circunferência da cintura também evidenciou maior risco cardiovascular nas mulheres. CONCLUSÃO: Foram identificados fatores de risco para doenças cardiovasculares nos pais/cuidadores avaliados, como excesso de peso, sedentarismo e hipertensão, além de hábitos alimentares inadequados como elevada frequência de consumo de gorduras saturadas e colesterol e baixa frequência de consumo de gorduras insaturadas.

  15. Prevalência e fatores associados ao excesso de peso em crianças brasileiras menores de 2 anos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Monize Cocetti

    2012-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever a prevalência de excesso de peso obtida na Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde da Criança e da Mulher de 2006, analisar sua evolução no período de 1989 a 2006 e identificar os fatores associados em crianças brasileiras menores de 2 anos. MÉTODOS: Dados da Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde da Criança e da Mulher de 2006. Informações obtidas por meio de questionários e mensurações antropométricas para subamostra de 1.735 crianças de 0 a 24 meses (910 meninos, 825 meninas. Excesso de peso foi definido como valor do indicador peso para altura (WHO, 2006 superior ao escore z +2. RESULTADOS: A prevalência de excesso de peso no país foi de 6,5%. Maiores prevalências foram observadas nas regiões Sul (10,0% e Centro-Oeste (11,1%, nas famílias com renda per capita superior a um salário mínimo (11,8%, nas classes sociais de maior poder aquisitivo (9,7%, em crianças com peso ao nascer superior a 3 kg (8,04% e com tempo de amamentação exclusiva inferior a 5 meses (7,4%. A regressão logística múltipla evidenciou como fatores associados: peso ao nascer > 3 kg [odds ratio (OR = 5,20; intervalo de confiança de 95% (IC95% 2,56-10,56], renda per capita > um salário mínimo (OR = 2,50; IC95% 1,20-5,21 e residir na macrorregião Centro-Oeste (OR = 2,40; IC95% 1,01-5,72. CONCLUSÕES: Comparando a prevalência de 6,5% encontrada no inquérito de 2006 com os anteriores de 1989 e 1996, evidencia-se que o excesso de peso em menores de 2 anos apresenta tendência de decréscimo. Os fatores de risco identificados apontam para a necessidade de intensificar ações de prevenção da obesidade junto aos lactentes residentes na Região Centro-Oeste, aos nascidos com mais de 3 kg e aos pertencentes a famílias com renda per capita superior a um salário mínimo.

  16. Sintomas de doenças sexualmente transmissíveis em adultos: prevalência e fatores de risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Laura Vidal Carret

    2004-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Medir a prevalência de sintomas de doenças sexualmente transmissíveis (DST e seus fatores de risco em uma população adulta. MÉTODOS: Estudo transversal de base populacional. A amostra foi constituída de adultos com 20 anos ou mais de idade, da zona urbana de Pelotas, RS. Utilizou-se questionário auto-aplicado para obtenção de informações de comportamento sexual e de sintomatologia para DST. A análise ajustada foi realizada por regressão logística. RESULTADOS: A prevalência de sintomas de DST foi de 13,5%. Pessoas do sexo feminino, mais jovens e cor não branca, bem como aquelas que não usaram preservativo na última relação sexual e que tiveram maior número de parceiros apresentaram maior risco para DST. Após estratificar por sexo, idade precoce de iniciação sexual e prática de sexo anal, as DST mostraram-se associadas com o desfecho apenas para os homens, e a menor escolaridade mostrou-se associada com o desfecho apenas para as mulheres. CONCLUSÕES: Este estudo mostrou uma prevalência importante de sintomas de DST. Levando-se em conta que muitas DST são assintomáticas e casos sintomáticos freqüentemente não são percebidos como patológicos pelos doentes e/ou não são diagnosticados pelos serviços, considera-se que o problema é ainda maior. Os resultados contribuíram também para aprofundar a discussão sobre o fato de viver com companheiro sexual não ser fator de proteção para a presença de sintomas dessas doenças e indicaram diferenças nos fatores de risco entre os sexos, sendo necessário considerar estas peculiaridades na abordagem deste assunto.

  17. Sintomas de doenças sexualmente transmissíveis em adultos: prevalência e fatores de risco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carret Maria Laura Vidal

    2004-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Medir a prevalência de sintomas de doenças sexualmente transmissíveis (DST e seus fatores de risco em uma população adulta. MÉTODOS: Estudo transversal de base populacional. A amostra foi constituída de adultos com 20 anos ou mais de idade, da zona urbana de Pelotas, RS. Utilizou-se questionário auto-aplicado para obtenção de informações de comportamento sexual e de sintomatologia para DST. A análise ajustada foi realizada por regressão logística. RESULTADOS: A prevalência de sintomas de DST foi de 13,5%. Pessoas do sexo feminino, mais jovens e cor não branca, bem como aquelas que não usaram preservativo na última relação sexual e que tiveram maior número de parceiros apresentaram maior risco para DST. Após estratificar por sexo, idade precoce de iniciação sexual e prática de sexo anal, as DST mostraram-se associadas com o desfecho apenas para os homens, e a menor escolaridade mostrou-se associada com o desfecho apenas para as mulheres. CONCLUSÕES: Este estudo mostrou uma prevalência importante de sintomas de DST. Levando-se em conta que muitas DST são assintomáticas e casos sintomáticos freqüentemente não são percebidos como patológicos pelos doentes e/ou não são diagnosticados pelos serviços, considera-se que o problema é ainda maior. Os resultados contribuíram também para aprofundar a discussão sobre o fato de viver com companheiro sexual não ser fator de proteção para a presença de sintomas dessas doenças e indicaram diferenças nos fatores de risco entre os sexos, sendo necessário considerar estas peculiaridades na abordagem deste assunto.

  18. FATORES DE RISCO MODIFICÁVEIS PARA DOENÇAS CARDIOVASCULARES: EFEITO DE UM PROGRAMA DE EDUCAÇÃO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Neri NOBRE

    2012-12-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de um programa de educação sobre fatores de risco modifi cáveis para doenças cardiovasculares (DCVs. Trata-se de um estudo longitudinal do tipo antes-edepois, realizado com portadores de diabetes e/ou hipertensão arterial sistêmica (HAS, cadastrados em duas Unidades Básicas de Saúde (UBS na cidade de Diamantina MG. Os voluntários foram submetidos a um Programa de Educação que constou de atendimento nutricional individualizado, e atividades educativas num período de doze meses. Os fatores de risco modificáveis estudados foram elevados valores de índice de massa corporal, circunferência da cintura e adiposidade, uso de cigarros e bebida alcoólica, estilo de vida sedentário, e hábitos alimentares inadequados. O efeito do programa foi avaliado comparando-se os resultados observados antes e após 12 meses da sua implantação. O critério de significância estatística adotado foi p<0,05. A maioria da amostra foi composta por mulheres (88,8% com baixo nível de instrução: 18,5% de analfabetos e 74% com ensino fundamental incompleto. As variáveis antropométricas e de adiposidade no período de intervenção apresentaram-se elevadas e não diferiram estatisticamente no decorrer do tempo. Grande parte relatou ser fisicamente ativo (81,5%, não consumir bebidas alcoólicas (88,9% nem cigarros (92,6%. Os valores médios do índice de massa corporal, circunferência da cintura, adiposidade e per capita de consumo de açúcar e sal estão acima dos valores considerados adequados. Apenas a média de consumo per capita de óleo apresentou diferença estatística ao final da intervenção (p=0,007. O programa de educação apresentou tendência para a redução de fatores de risco modificáveis para DCVs, refletido na redução do consumo de óleo, açúcar e sal, bem como de bebida alcoólica e cigarros.

  19. Criatividade Pessoal: Fatores Facilitadores e Inibidores Segundo Estudantes de Engenharia (Personal Creativity: Facilitating and Inhibiting Factors According to Engineering Students

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eunice M. L. Soriano de Alencar

    2008-12-01

    Full Text Available ResumenEl objetivo de este estudio fue investigar la percepción de 64 estudiantes de ingeniería sobre los factores facilitadores e inhibidores de la expresión de la creatividad personal. Se utilizó la entrevista semiestructurada para la colección de datos. Preparación, incentivo, inteligencia y autoconfianza fueron los factores mas destacados como facilitadores de la expresión de la creatividad personal. Por otro lado, falta de flexibilidad, miedo de errores, y falta de motivación y de incentivo fueron los factores mas frecuentemente ilustrados como inhibidores. Para un número significativo de estudiantes hay barreras para la expresión de la creatividad, algunas más frecuentes entre mujeres y otras mas frecuentes entre hombres.AbstractThe objective of this study was to investigate the perception of 64 engineering students regarding facilitating and inhibiting factors in expressing personal creativity. The semi-structured interview was utilized for data gathering. Preparation, incentive, intelligence, and self-confidence were the factors most discussed as facilitators of expression of personal creativity. On the other hand, lack of flexibility, fear of making mistakes, lack of motivation and incentives were the factors most illustrated as inhibitors. A significant number of students expressed that there are barriers to expressing creativity, some more frequent among women, and some among men.ResumoEste estudo teve como objetivo investigar a percepção de 64 estudantes de Engenharia quanto a fatores facilitadores e inibidores à expressão da criatividade pessoal. Utilizou-se a entrevista semi-estrutura para a coleta de dados. Preparação, incentivo, inteligência e autoconfiança foram os fatores mais apontados como facilitadores à expressão da criatividade pessoal. Por outro lado, falta de flexibilidade, medo de errar e, falta de motivação e de incentivo foram os fatores mais freqüentemente apontados como inibidores. Para um n

  20. Estudos dos fatores de risco pré-operatórios para bacteriobilia em doentes portadores de colecistite aguda calculosa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Linhares M.M.

    2001-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Determinar uma associação entre o quadro clínico pré-operatório e os resultados das culturas de bile e da parece vesicular. CASUÍSTICA E MÉTODOS: Foram estudadas 28 variáveis considerando-se história clínica, exame físico e investigação laboratorial em 38 doentes portadores de colecistite aguda calculosa, submetidos à cirurgia de urgência. Este estudo prospectivo foi realizado em 19 meses, entre novembro de 1995 a maio de 1997. Foram realizadas culturas para agentes anaeróbios e aeróbios, em três diferentes meios de cultura (BACTEC 9240, BHI e HEMOBAC. RESULTADOS: Foram isoladas bactérias em pelo menos um meio de cultura em 68,2% dos doentes. Pela análise univariada, foram identificadas cinco variáveis pré-operatórias como preditivas de bacteriobilia: idade acima de 55 anos, temperatura diferencial axilo-retal maior do que 0,4°C, leucocitose acima de 12000 cels/mm³, neutrofilia acima de 75% e neutrófilos bastonetes acima de 4%. Devido ao pequeno tamanho da amostra, não pôde ser observada significância estatística por regressão logística, embora pudesse ser observada em 98% uma tendência para determinação pré-operatória dos indivíduos com cultura positiva por meio do modelo baseado na idade e porcentagem de neutrófilos bastonetes. Pela análise em conjunto dos fatores preditivos, pôde-se observar que doentes com mais de um fator preditivo têm uma possibilidade significantemente maior para cultura positiva, quando comparado com aqueles com fator preditivo de bacteriobilia. CONCLUSÃO: Conclui-se, portanto, que pela utilização de dados facilmente disponíveis em doentes com colecistite aguda calculosa, a bacteriobilia pode ser previsível no pré-operatório,.

  1. Fatores associados ao aleitamento materno em dois municipios com baixo indice de desenvolvimento humano no Nordeste do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mirella Gondim Ozias Aquino de Oliveira

    2013-03-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Determinar a duração do aleitamento materno e verificar os fatores associados ao aleitamento exclusivo/predominante (AMEP, em crianças menores de dois anos de idade. MÉTODOS: Estudo transversal realizado nos municípios de Gameleira, situado na Zona da Mata Sul do Estado de Pernambuco e em São João do Tigre, pertencente à Zona Semi-Árida do Estado da Paraíba, no período de março a junho de 2005. A amostra foi composta por 504 crianças menores de dois anos (280 residentes em Gameleira e 224 em São João do Tigre. Utilizou-se a análise de sobrevida para estimar a mediana do aleitamento materno e das associações com a condição socioeconômica, com fatores relacionados às mães e crianças e assistência à saúde. RESULTADOS: As durações medianas do tempo de sobrevida do aleitamento materno exclusivo, exclusivo/predominante e aleitamento materno foram de 19, 79 e 179 dias em Gameleira e de 23, 91, e 169 dias em São João do Tigre, respectivamente. Mães com melhores condições socioeconômicas, representadas pela escolaridade, saneamento básico e posse de bens de consumo apresentaram maior duração do aleitamento exclusivo/predominante em ambos os municípios. Assistência pré-natal representada pelo maior número de consultas, início mais precoce e com orientação referente à alimentação e ao aleitamento materno influenciaram positivamente na duração do aleitamento exclusivo/predominante. CONCLUSÕES: A duração do aleitamento esteve aquém da recomendada. Apesar das precárias condições de vida das famílias, uma melhor condição socioeconômica e assistência ao pré-natal foram fatores protetores na duração do aleitamento exclusivo/predominante nessas áreas.

  2. Atraumatic Restorative Treatment (ART: factors affecting success Tratamento Restaurador Atraumático (ART: fatores que afetam o sucesso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Steffen Mickenautsch

    2006-01-01

    Full Text Available The success of tooth restorations rendered according to principles of the Atraumatic Restorative Treatment (ART approach is dependant on various clinical factors. The most common failures, due to these factors, are partial material loss; complete material loss; caries related to restoration margin and material wear > 0.5mm. The main reason for clinical ART failures are related to operator skills and performance. The prevention and management of ART failures includes emphasis on correct clinical indication and the repair of failed restorations. A new caries classification may provide guidance for clinical indication. The classification combines site and size of a lesion, which is reflected in a dual coding system. In addition, ART training and diligence during ART application are important for clinical success.O sucesso de restaurações dentais resultante dos princípios do Tratamento Restaurador Atraumático (ART é dependente de vários fatores clínicos. A falhas mais comuns decorrentes desses fatores estão relacionadas com o desgaste do material (>0,5 mm; perda parcial do material; perda completa do material e cárie associada à margem da restauração. A principal razão para as falhas clínicas do ART está relacionada com a habilidade e performance do operador. A prevenção e controle das falhas do ART incluem ênfase na correta indicação e no reparo de restaurações falhas. Uma nova classificação de cáries pode servir de guia para a indicação clínica. A classificação combina localização e extensão da lesão, a qual é expressa em um sistema de código duplo. Adicionalmente, o treinamento e domínio durante a aplicação do ART são fatores importantes para o sucesso clínico.

  3. Efeitos da Exposição aos Fatores de Risco Comportamentais à Saúde sobre o Atraso Escolar no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aléssio Tony Cavalcanti de Almeida

    2016-06-01

    Full Text Available Este trabalho objetiva avaliar o papel da exposição de alunos aos fatores de risco comportamentais à saúde - cigarro, bebida alcoólica e excesso de peso - no resultado educacional no Brasil. Para tanto, os microdados da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PENSE 2012 em conjunto com técnicas paramétricas e não-paramétricas são utilizados para a estimação do efeito da exposição a esses fatores sobre o indicador de atraso escolar de discentes no 9° ano do ensino fundamental. Os principais resultados da pesquisa indicam que a exposição aos fatores de risco se relaciona de forma direta com o atraso escolar, sendo os efeitos mais intensos para os estudantes com pior nível socioeconômico. Esses achados sugerem a importância de políticas públicas que promovam a prevenção desses fatores de risco desde a infância, pois as consequências dessas exposições podem gerar desdobramentos não apenas na saúde mas também no componente educacional do capital humano.

  4. Fatores de risco para cicatriz renal após a primeira infeção febril do trato urinário

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Cristina Freitas

    2016-03-01

    Conclusões: Os autores não detetaram nenhum fator de risco clínico, laboratorial ou imagiológico para progressão para lesão renal após um primeiro episódio de ITU febril em crianças entre 1 e 36 meses.

  5. Fatores associados à percepção de melhora por usuários de Centros de Atenção Psicossocial do Sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Uiasser Thomas Franzmann

    Full Text Available Este estudo objetivou investigar os fatores associados à melhora percebida pelos usuários de Centros de Atenção Psicossocial (CAPS. Estudo transversal, realizado com 1.493 usuários de CAPS do Sul do Brasil. A melhora percebida pelos participantes foi avaliada pela Escala de Mudança Percebida - Pacientes (EMP-Pacientes. Para investigação dos fatores associados, muniu-se de uma regressão logística guiada por um modelo hierárquico que considerou como associação um valor de p < 0,05. Os fatores associados ao desfecho foram: estado de alocação do CAPS, possuir trabalho remunerado, diagnóstico de esquizofrenia, menor idade quando diagnosticado, maior tempo de frequência no serviço, facilidade de acesso e envolvimento na avaliação. Entre os fatores que efetivamente tencionam melhora nos usuários, destacam-se aqueles referentes às características da doença e os aspectos relativos aos serviços quanto à execução das políticas de saúde mental e quanto à organização deles.

  6. Fatores Desarticuladores da Cooperação em Arranjos Produtivos Locais: Um Estudo Quantitativo no APL de Confecções de Tobias Barreto/SE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Abimael Magno Do Ouro Filho

    2015-01-01

    Full Text Available Em decorrência do ambiente competitivo e das suas limitações, as micro e pequenas empresas (MPE ́s têm procurado soluções por meio de novas formas de organização como os APLs (Arranjos Produtivos Locais. A maior parte da literatura sobre APL aponta para os fatores motivadores na criação desses arranjos. Entretanto poucos estudos focalizam os fatores que dificultam a cooperação neste tipo de rede. Sob essa perspectiva, o objetivo deste artigo é identificar quais os fatores que influenciam na desarticulaçãoentre os atores do APL de confecções em Tobias Barreto/SE. A pesquisa utilizou o método quantitativo, e foram aplicados 224 questionários a micro e pequenas empresas participantes do APL de Tobias Barreto. Na análise dos dados, foi utilizado o teste de Mann-Whitney para teste de hipóteses, e a regressão logística univariada. Os resultados da pesquisa demonstram que o número de participantes, a falta de confiança entre eles, os conflitos e o aparecimento do comportamento oportunista são fatores que contribuem para a desarticulação entre os atores dos arranjos produtivos locais.

  7. Fatores de risco e medidas de prevenção do câncer de próstata: subsídios para a enfermagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriane Pinto de Medeiros

    2011-04-01

    Full Text Available Apresenta-se um artigo de reflexão sobre fatores de risco e medidas de prevenção do câncer de próstata, visando contribuir para a abordagem de homens, especialmente durante a consulta de enfermagem. Idade avançada, origem étnica e hereditariedade são fatores de risco potenciais. Dieta pobre em gorduras, rica em frutas, verduras, legumes, grãos e outros é citada como minimizadora. A finasterida, droga inibidora da 5 alpha-redutase tem sido estudada como redutor de risco. O rastreamento da doença pela dosagem do Antígeno Prostático Específico (PSA e toque retal é também medida recomendada. Entretanto, maiores evidências científicas ainda estão sendo buscadas sobre esses fatores. A abordagem dos homens na consulta de enfermagem pode contribuir para a identificação de fatores de risco, sinais e sintomas de possíveis alterações.

  8. Análise dos Fatores de Influência no Desempenho Inovador da Indústria Paulista

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Geciane Silveira Porto

    2012-11-01

    Full Text Available This paper has as its purpose to analyze the results obtained by the industries from São Paulo state related to the technological and also to the identification of the factors which influenced this phenomenon. For this purpose data from Research on São Paulo State Economic Activity (PAEP provided by State Data and System Analysis Foundation (SEADE. Within this context, a conceptual model was designed which relates features that can influence the innovative performance of these enterprises that give rise to a logistic regression model to be the technique used. The results show that when it comes to technological product innovation the relevant factors to make it possible are: the internal information sources, the cooperation on research and development (R&D, the availability of a R&D specific department, financial investments in R&D, export orientation, the information sources related to the market, the human resource investments in R&D, and the so called other information sources. However, the influential factors related to technological innovation processes are: government support to innovation, the information sources related to the market, the internal information resources, the availability of a R&D specific department, company age, cooperation on R&D, other information sources, export orientation, the human resource percentage straight related to the production, to institutional information sources, and the average salary.A proposta deste trabalho é analisar os resultados obtidos pela indústria paulista quanto à inovação tecnológica e identificar os fatores que influenciam este fenômeno, utilizando, para este fim, dados provenientes da Pesquisa de Atividade Econômica Paulista (Paep, realizada pela Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade. Para alcançar este objetivo, foi construído um modelo conceitual que relaciona os principais fatores que podem influenciar a propensão a inovar destas empresas, o que deu origem

  9. Fatores de risco para depressão nos pacientes com câncer de mama

    OpenAIRE

    Pedro Pereira Silva Junior; Caio Wthen Gambacorta Geranutti; José Roberto Pretel Pereira Job

    2013-01-01

    O câncer de mama é o segundo tumor de maior prevalência no sexo feminino. Apenas o diagnóstico do câncer já é capaz de provocar abalos significativos, tanto físicos quanto psicológicos nos pacientes. Mais da metade dos pacientes com quadro depressivo não são diagnosticados, demonstrando a grande importância dos médicos em avaliar os fatores de risco para a depressão, não subestimar o diagnóstico e realizar o tratamento correto, pois o quadro depressivo tem grande influência negativa no prognó...

  10. Fatores de risco relacionados à condição de saúde periodontal em universitários

    OpenAIRE

    Souza,Carlos Henrique de Carvalho e; Neusa Barros Dantas-Neta; Joseany Barbosa Laurentino; Danila Lorena Nunes-dos-Santos; Raimundo Rosendo Prado Júnior; Regina Ferraz Mendes

    2013-01-01

    INTRODUÇÃO: A doença periodontal pode ter seu início na infância e na adolescência, e progredir lentamente ao longo da vida. Em universitários, a forma mais comum e prevalente da doença é a gengivite. OBJETIVO: Mensurar a condição de saúde periodontal de uma amostra de universitários e verificar existência da associação com variáveis sociodemográficas e os fatores de risco envolvidos. MATERIAL E MÉTODO: A amostra consistiu de 306 universitários voluntários, com idade entre 19 e 35 anos, sendo...

  11. ESTRATÉGIAS DE GESTÃO AMBIENTAL E SEUS FATORES DETERMINANTES: UMA ANÁLISE INSTITUCIONAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Graziela Dias Alperstedt

    2010-04-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho consiste em analisar os fatores determinantes das estratégias de gestão ambiental das empresas industriaiscatarinenses. Os dados primários foram obtidos por meio de um questionário respondido por 88 empresas e analisadosquantitativamente por meio da análise descritiva e de correspondência múltipla. O estudo demonstrou que os fatoresinternos determinantes das estratégias de gestão ambiental foram o comprometimento dos colaboradores e o apoio dos gestorese, os externos, as exigências da sociedade, as regulamentações governamentais, a adequação aos padrões normativos ea concorrência. A pesquisa também aponta para um mimetismo que ainda não foi rompido pelas empresas mais proativas,denotando uma homogeneidade na interpretação do ambiente institucional por parte das empresas.

  12. Fatores Determinantes do Endividamento: um Estudo Empírico no Setor de Telecomunicações Brasileiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rodrigo Vicente dos Prazeres

    2015-08-01

    Full Text Available Este trabalho teve como objetivo analisar os fatores determinantes do endividamento das companhias do setor de telecomunicações brasileiro à luz das Teorias do Static Trade-Off (STT e da Pecking Order (POT. A metodologia utilizada foi a de análise de regressão múltipla com dados em painel para o período de 2002 a 2013, utilizando como variáveis dependentes o endividamento de curto prazo e o endividamento de longo prazo, e como variáveis independentes, a rentabilidade, a tangibilidade, o crescimento, o tamanho e o risco. Como resultados, observou-se uma relação negativa entre as variáveis rentabilidade, tamanho e risco para com o endividamento de curto prazo, e uma relação negativa entre o tamanho e o risco para com o endividamento de longo prazo.

  13. Estudo longitudinal sobre a prática de aleitamento materno: fatores associados e causas de desmame

    OpenAIRE

    2009-01-01

    A prática de aleitamento materno é de fundamental para o crescimento, desenvolvimento, saúde e nutrição dos bebês, sendo uma intervenção simples e efetiva para reduzir mortalidade e morbidade infantil. Objetivou-se identificar a prevalência do aleitamento materno, os fatores que influenciam seu sucesso e as causas do desmame precoce, comparando entre cidades com ou sem Estratégia da Saúde da Família (ESF), bem como a associação do aleitamento com os hábitos de sucção não-nutritivos. Neste est...

  14. Prevalência e fatores de risco de leptospirose bovina no estado do Maranhão

    OpenAIRE

    Silva,Felipe Jorge da

    2011-01-01

    Foram investigados a prevalência e os fatores de risco da leptospirose bovina no Estado do Maranhão. O Estado foi dividido em quatro circuitos amostrais com base em parâmetros de produção distintos que variam conforme os diferentes sistemas de produção, as práticas de manejo, a finalidade de exploração, o tamanho médio dos rebanhos e os sistemas de comercialização. Objetivou-se estudar as características epidemiológicas da leptospirose bovina no Estado do Maranhão, de modo a determinar a prev...

  15. Fatores de risco para mastite subclínica em vacas leiteiras Risk factors for subclinical mastitis in dairy cows

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    C.M. Coentrão

    2008-04-01

    Full Text Available Os fatores de risco para mastite subclínica (CCS > 200.000 células/ml foram estudados em 2.657 vacas, de 24 rebanhos de Minas Gerais. Cada rebanho foi visitado três vezes entre novembro de 2005 e junho de 2006. Amostras de leite (n=3.987 de vacas em lactação foram examinadas para contagem de células somáticas (CCS, e um questionário foi aplicado para obtenção de dados dos animais e do manejo do rebanho. Os valores para a média, mediana e desvio-padrão da CCS foram 608.000, 219.000 e 967.000 células/ml, respectivamente. Os fatores de risco para mastite subclínica foram: animais com a base do úbere junto ou abaixo do jarrete, rachaduras ou fissuras nas partes de borracha do equipamento de ordenha, inadequação das teteiras, deficiência de limpeza dos pulsadores, falta de treinamento dos ordenhadores, não-utilização de diagnóstico microbiológico para mastite, imersão do conjunto de teteiras em solução desinfetante entre a ordenha de animais distintos, e inserção total da cânula de antibiótico nos tetos na secagem da vaca. A alta variação da CCS (608.000± 967.000 células/ml sugere que outros fatores, como o número de quartos mamários infectados e os patógenos envolvidos, podem ter influenciado os resultados. A metodologia utilizada não permitiu identificar todos os fatores que poderiam aumentar a CCS. Contudo, os resultados são úteis para aprimorar os programas de controle da mastite.This study was carried out to identify risk factors for subclinical mastitis (SCC > 200,000 cells/ml. A total of 2,657 lactating cows from 24 herds in the State of Minas Gerais, Brazil, were included in the study. Each farm was visited three times in an 8-month period from November 2005 to June 2006. At each visit, all milking cows were examined for clinical mastitis by a single observer. A total of 3,987 milk samples were examined for somatic cell counts (SCC. The mean, median, and standard deviation values for SCC were

  16. Sobrepeso e obesidade na síndrome de Down: estudo de fatores relacionados ao ganho de peso em adolescentes

    OpenAIRE

    2007-01-01

    Sabe-se que o quadro de obesidade vem aumentando demasiadamente nas últimas décadas e por esse motivo são inúmeros os estudos que se dedicam ao tratamento desta doença. Porém, a epidemia ainda é pouco estudada em pessoas com Síndrome de Down, cujo quadro sindrômico propicia um maior desenvolvimento da doença devido aos problemas de tireóide e defasagem de hormônios de crescimento que são fatores etiológicos da doença na população sem a síndrome. Este estudo teve como objetivos identificar...

  17. Avaliação dos fatores predisponentes nas instabilidades femoropatelares Avaliation of predisposing factors in patellofemoral instabilities

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Carli Burmann

    2011-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a prevalência dos fatores predisponentes à instabilidade femoropatelar (displasia de tróclea, patela alta, TAGT, báscula patelar em um grupo de pacientes acompanhados em nível ambulatorial. MÉTODOS: Avaliou-se 70 pacientes, sendo 52 do sexo feminino (74,28% e 18 (25,72% do sexo masculino, num total de 127 joelhos, com uma média de idade de 17,71 anos. A avaliação por imagem foi realizada através de radiografias e tomografia computadorizada. As instabilidades femoropatelares foram classificadas seguindo-se a classificação de Henri Dejour (instabilidade maior, objetiva e potencial. Enquadraram-se as displasias trocleares de acordo com a classificação de David Dejour (tipo A, B, C, D. RESULTADOS: Observou-se displasia troclear em 118 (92,91% joelhos, sendo 91 (77,11% joelhos dos tipos A e B. A altura patelar apresentou uma média de 1,23, com 44 (34,64% consideradas patela alta e 83 (65,36% normais. A báscula patelar alterada foi encontrada em 92 (72,44% joelhos e a elevação da TAGT em 63 (49,60% joelhos. Obteve-se predominância de instabilidades objetivas 89 (70,07% joelhos, Quanto a associação de fatores predisponentes,, 117 (92,13% joelhos apresentaram mais quem um fator. CONCLUSÕES: A instabilidade femoropatelar é uma doença multifatorial, os distúrbios trocleares são mais prevalentes e há uma forte associação entre 2 ou mais fatores predisponentes.OBJECTIVE: To evaluate the prevalence of predisposing factors for femoropatelar instability (dysplasia of the trochlea, high patella, TTTG, and patellar tilt in a group of patients in outpatient follow-up. METHODS: 70 patients were evaluated; 52 (74.28 % female and 18 (25.72 % male, with an average age of 17.71 years and a total of 127 knees. The evaluation by imaging was carried out through radiologic examination and computerized tomography. The femoropatelar instabilities were classified according to Henri Dejour's classification (major, objective and

  18. Fatores não genéticos e desempenho de cavalos Puro Sangue Inglês no Brasil

    OpenAIRE

    2014-01-01

    Para avaliar influencia dos fatores não genéticos sobre as características de desempenho de cavalos Puro Sangue Inglês no Brasil, foram utilizados 234.350 registros de tempos de páreos de 20.826 animais, cadastrados de 2000 a 2009, competidores dos principais hipódromos brasileiros (Gávea, Cidade Jardim, Cristal e Tarumã). Estão compreendidos animais com idade a partir de dois anos. Características de desempenho estudadas no páreo foram: velocidade e tempo do páreo, número de colocações em pr...

  19. Compulsão alimentar e fatores associados em adolescentes de Cuiabá, Mato Grosso, Brasil

    OpenAIRE

    2010-01-01

    O episódio de compulsão alimentar é caracterizado pela ingestão de grande quantidade de alimentos em tempo delimitado acompanhada de perda de controle sobre o que/quanto se come. O estudo objetivou estimar a prevalência e os fatores associados aos episódios de compulsão alimentar. Estudo transversal com 1.209 adolescentes de 14 a 19 anos. Para o diagnóstico dos episódios de compulsão alimentar utilizou-se o Questionário sobre Padrões de Alimentação e Peso - Revisado (QEWP-R). Foi realizada an...

  20. Fatores determinantes da qualidade das águas superficiais na bacia do Alto Acaraú, Ceará, Brasil

    OpenAIRE

    Andrade, Eunice Maia de; Araújo,Lúcia de Fátima Pereira; Rosa, Morsyleide de Freitas; Gomes,Raimundo Benvindo; Lobato, Francisco Antonio de Oliveira

    2007-01-01

    Análise Fatorial/Análise da Componente Principal (AF/ACP) foram empregadas com o objetivo de identificar os fatores determinantes (naturais e antrópicos) da qualidade das águas superficiais na bacia do Alto Acaraú, Ceará. Realizaram-se coletas trimestrais, no período de fev/2003 a mar/2004, em seis pontos localizados nas áreas de influência urbana e de drenagem de perímetros irrigados. Foram analisados os parâmetros pH, temperatura, cor, turbidez, nitrato, amônia total, amônia livre, amônia i...

  1. Prevalência e fatores associados à nefropatia diabética em pacientes com diabetes mellitus tipo 1

    OpenAIRE

    Patricia Paz Cabral de Almeida Salgado

    2007-01-01

    A nefropatia diabética (ND) é uma complicação comum em pacientes com diabetes mellitus tipo 1 (DM1), sendo responsável por grande morbi-mortalidade. A detecção de fatores de risco para o desenvolvimento dessa complicação é importante para o planejamento de estratégias de prevenção, principalmente na faixa etária pediátrica. Os objetivos desse trabalho foram avaliar a prevalência de nefropatia diabética em crianças e adolescentes com diabetes mellitus tipo 1 atendidos no Hospital das Clínic...

  2. Valores de referência e fatores relacionados à mobilidade torácica em crianças brasileiras

    OpenAIRE

    Silva,Raphaella Oliveira E. da; Campos,Tania Fernandes; Borja,Raíssa de Oliveira; Thalita Medeiros F. de Macêdo; Oliveira, Juliana Souza; Karla Morganna P. P. de Mendoça

    2012-01-01

    OBJETIVO: Fornecer valores de referência e avaliar os fatores que influenciam a mobilidade torácica de crianças entre sete e 11 anos. MÉTODOS: Foram avaliadas 166 crianças de escolas públicas e privadas (90 meninas e 76 meninos) da cidade de Natal, no estado do Rio Grande do Norte. Foram coletados dados pessoais, antropométricos e perímetros torácicos por cirtometria. O teste t de Student não pareado e a análise de variância compararam o coeficiente respiratório xifoidiano entre os sexos e as...

  3. Uso de medicamentos contínuos e fatores associados em idosos de Quixadá, Ceará

    OpenAIRE

    Silva,Gilmar de Oliveira Barros; Gondim, Ana Paula Soares; Monteiro,Mirian Parente; Frota,Mirna Albuquerque; Meneses,André Luis Lima de

    2012-01-01

    OBJETIVO: Analisar a polifarmácia (uso diário de dois ou mais) de medicamentos contínuos e seus fatores associados em idosos. MÉTODOS: Estudo seccional realizado com idosos residentes em área urbana do município de Quixadá-CE, no período de maio a dezembro de 2009. A amostra compôs-se de 384 indivíduos, com 60 anos ou mais, usuários de medicamentos contínuos. As variáveis estudadas foram as sociodemográficas, econômicas e das características de saúde e referentes ao uso de medicamentos. Para ...

  4. Fatores de risco para óbito neonatal obtidos pelo modelo de regressão multivariado de Cox

    OpenAIRE

    2011-01-01

    OBJETIVO: Identificar os fatores associados ao óbito neonatal em São José dos Campos (SP). MÉTODOS: Estudo epidemiológico do tipo longitudinal para o qual foi construído um banco de dados com informações do recém-nascido e da mãe obtidas a partir das Declarações de Nascido Vivo e de Óbito de neonatos de mães residentes em São José dos Campos, nos anos de 2003 e 2004. Definiu-se como variável dependente o óbito até o 28º dia após o nascimento. A análise multivariada, utilizando o modelo de Cox...

  5. Prevalência de transtornos depressivos e fatores associados em amostra populacional de idosos de São Paulo

    OpenAIRE

    Ricardo Barcelos Ferreira

    2013-01-01

    INTRODUÇÃO. Depressão é reconhecida como um grave problema de saúde pública, por ser a causa mais frequente de sofrimento emocional e redução da qualidade de vida. No entanto, são escassos os estudos que investigam depressão e fatores associados em idosos de países em desenvolvimento. OBJETIVO E MÉTODO. Estudo transversal de base populacional com 1563 indivíduos idosos (>= 60 anos) de três diferentes classes socioeconômicas (alta, média e baixa) da cidade de São Paulo. Os sujeitos foram avali...

  6. Influência de fatores ambientais sobre o desempenho de um sistema de bombeamento fotovoltaico: um estudo de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Airton Azevedo Santos

    2011-12-01

    Full Text Available A energia elétrica é uma das formas de energia mais utilizadas no mundo. Ela é gerada, principalmente, nas usinas hidrelétricas, usando o potencial energético da água. A instalação de painéis fotovoltaicos tem se tornado uma fonte alternativa de fornecimento de energia elétrica em locais distantes da rede elétrica. Entretanto, esses painéis, apresentam-se sujeitos a fatores ambientais como variações de intensidade solar e temperatura ambiente, que alteram os seus desempenhos. O objetivo deste trabalho é analisar o desempenho, em função da variação de temperatura e irradiação solar, de um sistema fotovoltaico de bombeamento de água na cidade de Medianeira, Região Oeste Paranaense.

  7. Fatores relacionados à autopercepção da necessidade de tratamento odontológico entre idosos

    OpenAIRE

    Martins,Andréa Maria Eleutério de Barros Lima; Barreto, Sandhi Maria; Pordeus, Isabela Almeida

    2008-01-01

    OBJETIVO: Analisar fatores associados à autopercepção da necessidade de tratamento odontológico entre idosos. MÉTODOS: Foram pesquisados 5.326 indivíduos incluídos em amostra dos idosos (65-74 anos) brasileiros do inquérito domiciliar de saúde bucal realizado em 2002/2003 pelo Ministério da Saúde. A análise foi baseada no modelo de Gift, Atchison & Drury e foi utilizada a regressão de Poisson para análise de inquéritos com amostras complexas. RESULTADOS: Do total da amostra, 2.928 (55%) i...

  8. Gravidez na adolescência: análise de fatores de risco para baixo peso, prematuridade e cesariana

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nilma Lázara de Almeida Cruz Santos

    2014-03-01

    Full Text Available O objetivo do estudo foi analisar possíveis associações entre a faixa etária materna até 16 anos, com o peso e a idade gestacional do recém-nascido, assim como a ocorrência de cesaria na. Estudo transversal com dados das Declarações de Nascidos Vivos/DN obtidos através do Sistema Nacional de Nascidos Vivos/SINASC, de Feira de Santana, Bahia, Brasil, no período 2006 a 2012. Nas análises, utilizou-se regressão logística, em razão de odds (OR e intervalo de confiança de 95 %, medindo a força de associação entre variáveis, ajustadas aos fatores de confundimento. Os Recém Nascidos de baixo peso e de peso insuficiente mostraram associação significante com a faixa etária materna (< 16 anos; e interação estatística do pré-natal inadequado e cesariana; em gestantes adolescentes com idade abaixo de 16 anos, a cesariana mostrou associação significante com estado civil solteira (OR 1,24, pré-natal inadequado (OR 1,58 e Recém Nascidos de baixo peso (OR 1,34. Os dados sugerem que múltiplos fatores podem interferir no tipo de parto e resultado gestacional de adolescentes em idade muito precoce, apontando a importância de investimentos em políticas e ações direcionadas a esse grupo, considerado de alta vulnerabilidade aos agravos gestacionais e perinatais.

  9. Prevalência e fatores de risco para brucelose suína em Mossoró-RN

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandro I. Leite

    2014-06-01

    Full Text Available A presente pesquisa teve como objetivo determinar a prevalência da brucelose e seus fatores de risco no rebanho suíno de Mossoró/RN. Compreendeu um estudo epidemiológico transversal e de abordagem quantitativa, no qual foram coletadas 412 amostras sanguíneas de suínos provenientes dos principais produtores do município e realizada inspeção das criações com entrevistas aos produtores. Anticorpos anti-Brucella spp. foram detectados pelo teste do antígeno acidificado tamponado (AAT e confirmados pela reação de fixação de complemento (RFC. A prevalência da brucelose nos suínos foi de 27,0% no teste de AAT e 17,5% na RFC. Em 55% das propriedades pesquisadas havia pelo menos um animal positivo, e a prevalência nestas variou de 6,7% a 80,0%. Os fatores de risco que estavam influenciando a ocorrência da doença foram: a presença de ratos nas criações, o contato com bovinos e a faixa etária jovem dos animais. Os resultados do estudo permitiram concluir que o agente etiológico da brucelose estava circulando em suínos do município de Mossoró-RN, com elevada prevalência no rebanho e nas propriedades, evidenciando o risco de transmissão desta zoonose para o homem.

  10. O tabagismo como fator de risco para as doenças periodontais: aspectos microbiológicos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    GAETTI-JARDIM JÚNIOR Elerson

    1998-01-01

    Full Text Available O fumo é considerado importante fator predisponente para muitas doenças, incluindo-se as periodontopatias. Desde que as doenças periodontais representam a inter-relação entre os fatores de virulência da microbiota subgengival sobre um hospedeiro susceptível, foi objetivo avaliar a freqüência de isolamento de três periodontopatógenos em indivíduos sadios e pacientes com doença periodontal, fumantes ou não, com níveis variados de higiene bucal; verificar a relação entre o número de microrganismos produtores de sulfeto de hidrogênio na placa subgengival de fumantes e não fumantes e sua condição clínica. Foram examinados 189 pacientes e indivíduos sadios, dos quais 60 foram selecionados para análise microbiológica. O índice de placa foi registrado de acordo com o índice de O'Leary e os espécimes de placa subgengival coletados e processados de acordo com SLOTS35 (1982. A identificação dos isolados foi obtida pelas suas características morfocelulares, morfocoloniais e bioquímico-fisiológicas. Verificou-se que a freqüência de isolamento dos bastonetes anaeróbios produtores de pigmento negro, Fusobacterium nucleatum e bactérias produtoras de sulfeto de hidrogênio foi similar entre fumantes e não fumantes, sendo mais elevada nos pacientes com doença periodontal. Já Actinobacillus actinomycetemcomitans foi isolado mais freqüentemente em sadios fumantes do que sadios não fumantes.

  11. O impacto dos fatores familiares sobre a defasagem idade-série de crianças no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Danielle Carusi Machado

    2007-12-01

    Full Text Available Analisamos o efeito da renda e da educação dos pais sobre a probabilidade de as crianças terem defasagem idade-série usando a PNAD 1996. Com a adoção de hipóteses sobre os vínculos existentes entre gerações, controlamos para a existência de fatores não observados que afetam a formação da renda dos pais e as decisões referentes à escolaridade das crianças (viés de simultaneidade ou que são passados de uma geração à outra (viés de hereditariedade. Usamos três instrumentos: oferta educacional dos pais; fatores familiares entre as gerações de pais e avós; e a mudança educacional de 1971.We study the impacts of family income and parental education on the probability of children's schooling delay using the 1996 PNAD. With the adoption of some hypotheses about the links between generations of children, parents and grandparents, we control for the existence of non observable factors that simultaneously affect the income formation of parents and decisions concerning children schooling (simultaneity bias or that are transmitted from one generation to another (hereditary bias. We work with three instruments: number of schools by the time parents were children; family factor changes across generations (parents/grandparents; and the 1971 change of the educational system.

  12. Fatores de risco cardiovascular e consumo alimentar em cadetes da Academia da Força Aérea Brasileira

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Elisabete Hilgenberg

    2016-04-01

    Full Text Available Resumo O objetivo deste artigo é investigar a prevalência de fatores de risco cardiovascular e inadequações de consumo alimentar em cadetes da Academia da Força Aérea Brasileira e a associação com sexo e ano de formação. Estudo transversal com 166 cadetes da Academia da Força Aérea Brasileira, em Pirassununga – SP, entre junho e dezembro de 2013. Foram avaliadas medidas antropométricas, parâmetros bioquímicos e clínicos, nível de atividade física, tabagismo e consumo alimentar. Testes de Qui-Quadrado de Pearson ou Exato de Fisher foram utilizados. A prevalência de excesso de peso (IMC >25,0 kg/m2 foi de 29,7% nos homens e de 16,7% nas mulheres. Hipertensão arterial foi prevalente em 15,2% dos homens. Verificou-se hipercolesterolemia em 50,7% dos cadetes; 24,3% apresentaram valores elevados de lipoproteína de baixa densidade e, 11,2%, lipoproteína de alta densidade baixa. Houve associação entre tempo de permanência na Academia e lipoproteína de alta densidade baixa. Observou-se consumo elevado de gorduras saturadas (87,2% e de colesterol (42,7%. A ingestão inadequada de fibras foi verificada em 92,7% da amostra. Observou-se considerável prevalência de fatores de risco cardiovascular entre os cadetes, principalmente hipercolesterolemia e consumo alimentar inadequado.

  13. Fatores associados com a qualidade de vida relacionada à saúde de idosos em hemodiálise

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sonia Faria Mendes Braga

    2011-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar fatores associados à qualidade de vida relacionada à saúde de pacientes idosos em hemodiálise. MÉTODOS: Estudo transversal com 223 pacientes com idade > 60 anos em hemodiálise nas unidades de diálise do município de Belo Horizonte, MG, em 2008. A qualidade de vida foi avaliada utilizando o Kidney Disease and Quality of Life - Short Form (KDQOL-SF e o Medical Outcome Survey - Short Form 36 (SF-36. Os três escores do KDQOL-SF medidos foram: componente da doença renal sumarizado (11 subescalas, componente físico sumarizado (quatro subescalas e componente mental sumarizado (quatro subescalas. RESULTADOS: Foram observadas associações negativas significativas e independentes do componente da doença renal e mental com número de doenças crônicas e tempo de tratamento (ambas. O componente físico foi menor entre os mais velhos, as mulheres, aqueles com maior número de internações e com três ou mais doenças crônicas. CONCLUSÕES: A associação consistente com presença de doenças crônicas mostra a importância do perfil de morbidade para a qualidade de vida dessa população. A identificação dos fatores associados, como aumento da idade, sexo feminino, número de internações e tempo de tratamento, pode favorecer o planejamento adequado das ações de saúde para melhor atender a esse grupo.

  14. Baixo consumo de frutas, verduras e legumes: fatores associados em idosos em capital no Centro-Oeste do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Erika Aparecida Silveira

    2015-12-01

    Full Text Available Resumo O objetivo foi avaliar a prevalência do consumo diário de frutas, verduras e legumes (FVL em idosos e sua associação com fatores sociodemográficos, estilo de vida, presença de morbidades e hospitalização. Esta pesquisa faz parte do Projeto Idosos Goiânia, estudo transversal com amostragem em múltiplos estágios. Foram entrevistados 416 idosos em seus domicílios. Realizou-se análise multivariada por Regressão de Poisson para investigar os fatores associados ao consumo de FVL ao nível de significância de 5%. A prevalência de consumo diário de FVL foi de 16,6%, sendo de frutas 44%, verduras 39,7% e legumes 32,5%. O consumo diário de FVL foi associado a: sexo feminino, idade entre 70 e 79 anos, maior escolaridade, classe social A/B e C, consumo de bebida alcoólica, uso de adoçantes, prática regular de atividade física no lazer, obesidade abdominal e hospitalização. É importante desenvolver estratégias de promoção da alimentação saudável com ênfase na ingestão adequada de FVL na população idosa, tendo em vista seu potencial na prevenção e controle de doenças.

  15. Fatores associados a não realização de Papanicolau em mulheres quilombolas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcio Vasconcelos Oliveira

    2014-11-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi analisar os fatores associados a não realização do exame de Papanicolaou entre as mulheres quilombolas residentes em Vitória da Conquista, Bahia. Foi utilizado delineamento de estudo transversal de base populacional, com inclusão de mulheres com idade de 18-64 anos. Foram realizadas análise descritiva e de associação univariada e multivariada utilizando modelo logístico multinomial. Mulheres que nunca realizaram o exame ou o realizaram há mais de três anos foram comparadas separadamente com aquelas que realizaram o exame há menos de três anos. De 348 mulheres incluídas na análise, 27,3% afirmaram nunca ter realizado o Papanicolaou. Foram associados de forma independente com nunca ter feito o exame: faixa etária de 18 a 29 anos e 50 a 59 anos, não ter instrução, não ter companheiro, buscar atendimento relacionado à saúde em unidades/estabelecimentos diferentes de seu local de residência e ter realizado exame clínico das mamas há três ou mais anos ou nunca tê-lo realizado. Os achados indicam uma necessidade de reflexão, com o objetivo de melhor enfrentamento dos fatores que se associam à não realização do exame Papanicolaou entre as mulheres quilombolas, sendo importante contemplar ações de prevenção para o câncer de colo uterino.

  16. Fatores de erros na mensuração da mortalidade infantil Error factors in the measurement of infant mortality

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ruy Laurenti

    1975-12-01

    Full Text Available Dentre os indicadores de saúde tradicionalmente utilizados a mortalidade infantil destaca-se como um dos mais importantes. Frequentemente é utilizada por profissionais de saúde pública na caracterização do nível de saúde e em avaliações de programas. Existem, porém, vários fatores de erros que afetam o seu valor e dentre esses são destacados: a definição dos nascidos vivos e sua aplicação na prática, o sub-registro de óbito e de nascimento, o registro do óbito por local de ocorrência, a definição de nascido vivo no ano e a declaração errada na idade. Existem também erros qualitativos que dizem respeito, principalmente, a declarações erradas da causa de morte. Vários desses fatores foram medidos para São Paulo.Among the traditionally used health indices the infant mortality rate is distinguished as the most important one. Frequently it is used by the public health professionals for health level characterization and for the evaluation of programmes. There are, however, several error factors that affect its value, among which are the live birth definition and its true use; underregistration of deaths and births; the death register by place of occurrence; live birth definition in the year, and the wrong age information. There are also qualitative errors due to wrong information as regards the causes of death. Several of these factors were discussed for S. Paulo.

  17. Transfusão Intra-uterina na Isoimunização Materna pelo Fator Rh

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cabral Antonio Carlos Vieira

    2001-01-01

    Full Text Available Objetivos: avaliar os resultados do tratamento intra-útero de fetos anêmicos devido a isoimunização materna pelo fator Rh. Pacientes e Métodos: foram acompanhados 61 fetos submetidos a transfusão intra-uterina seja por via intraperitoneal, intravascular ou combinada. Os casos de fetos hidrópicos corresponderam a 19,7% do total, sendo que nestes a via de tratamento sempre foi a intravascular. Foram realizadas em média 2,7 transfusões por feto, com um total de 163 procedimentos. A indicação para a transfusão se baseou na espectrofotometria do líquido amniótico (método de Liley ou quando a dosagem de hemoglobina em sangue de cordão obtido por cordocentese fosse menor que 10 g/dl. Resultados: em metade dos casos submetidos a transfusão intra-uterina, empregou-se a via intravascular. Em relação aos casos de fetos hidrópicos a sobrevida foi de 46% e nos fetos não-hidrópicos, de 84%. Não ocorreram complicações maternas relacionadas ao procedimento. A idade média da interrupção da gestação foi de 34,8 semanas. Conclusões: apesar da melhora do resultado com a transfusão intra-uterina guiada pelo ultra-som e da cordocentese, a isoimunização materna pelo fator Rh permanece como causa de elevada morbimortalidade perinatal.

  18. Prevalência e fatores associados ao uso de drogas ilícitas em gestantes da coorte BRISA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Priscila Coimbra Rocha

    2016-01-01

    Full Text Available Resumo O artigo objetiva analisar a prevalência e fatores associados ao uso de drogas ilícitas na gestação. Estudo transversal, aninhado à coorte pré-natal do estudo de coorte BRISA. Utilizou-se medidas de frequência e modelo de regressão logística múltipla hierarquizada. A prevalência estimada foi de 1,45% para o uso de drogas ilícitas, 22,32% para o uso de bebidas alcóolicas e 4,22% para o de cigarro. A população mostrou-se jovem, de 20-34 anos de idade (81%, com escolaridade de 9-11 anos de estudos (75,55%, com mais da metade das mulheres fora da população economicamente ativa (52,18% e na classe econômica “C” (67,61%. As gestantes apresentaram nível de estresse elevado (24,46%, sintomas de ansiedade de moderada a intensa (40,84% e sintomas depressivos graves (28,8%. Aproximadamente metade (49,72% das gestantes relatou ter sofrido algum tipo de violência, tendo a maioria ampla rede (72,77% e baixo apoio social (65,21%. Uso de drogas lícitas, níveis altos de estresse e monoparentalidade foram os fatores independentemente associados ao uso de drogas ilícitas na gestação.

  19. Análise dos fatores explicativos de inconformidades apontadas pelo TCE/RS em auditorias municipais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gustavo Pires Krüger

    2012-11-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo é identificar os fatores que podem explicar a ocorrência de inconformidades apontadas pelo Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul (TCE/RS em gestão executiva municipal. O estudo aborda o controle externo da gestão pública, focado na fiscalização realizada pelo TCE/RS e considerando-se o advento da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF. Trata-se de uma pesquisa exploratória, de caráter quantitativo. Além da análise de conteúdo dos Relatórios Gerais de Consolidação das Contas (RGCC, utiliza-se também a estatística descritiva e a análise econométrica. A população pesquisada foi a da região metropolitana de Porto Alegre, através de seus relatórios de auditoria, e foram analisados os períodos que abrangem os exercícios de 1996/97 (pré-LRF, 2000/2001 (implantação da LRF e 2004/2005 (vigência plena da LRF. Os principais resultados indicam que a LRF se apresenta como um fator relevante no que concerne aos resultados da atuação do controle externo. Adicionalmente, as principais irregularidades observadas pelo TCE/RS em suas auditorias de gestão referem-se a: a administração de pessoal; b despesas, receitas; c procedimentos licitatórios; d contratos e convênios; e e sistemas de controles internos (SCI, perfazendo 83,4% do total de inconformidades. O nível educacional da população é inversamente proporcional ao apontamento de inconformidades.

  20. Sustentabilidade como Fator de Identidade de Destinos Turísticos em Websites: o Consumidor se Importa?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisco Vicente Sales Melo

    2014-01-01

    Full Text Available Na escolha de uma destinação turística a lazer, o c onsumidor leva em consideração diversos fatores, como questões culturais, atrativos naturai s, história, pontos de interesse, entre outros. Neste estudo, a intenção é verificar se a questão d a sustentabilidade também se apresenta como um fator determinante na escolha de um destino para esta finalidade. Desse modo, este artigo investiga a relação entre a identidade de um a destinação turística, apresentada em seu website oficial a partir de características de sustentabil idade, a avaliação do destino e a intenção de compra por parte do consumidor. Para ta nto, fez-se uso de um quase-experimento com sítios turísticos oficiais de dois países: Bras il e Holanda. Os resultados revelaram que os sujeitos analisados não tendem a apresentar atitude s positivas na avaliação de destinos que enfatizam questões de sustentabilidade em sua promo ção via websites . Além disso, esses elementos não contribuíram para a formação de uma i magem positiva e para o aumento da intenção de visitar (comprar o destino.

  1. Fatores associados a sintomas de transtornos alimentares entre escolares da rede pública da cidade do Salvador, Bahia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thaisy Cristina Honorato Santos Alves

    2012-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar prevalência e fatores associados aos sintomas de transtornos alimentares entre escolares. MÉTODOS: Estudo transversal envolvendo 365 escolares, de 7 a 14 anos de idade, do ensino fundamental de Salvador/BA. Aplicou-se nos escolares 13 anos de idade, o Teste de Atitudes Alimentares-26, o Teste de Investigação Bulímica de Edinburgh e o Teste de Imagem Corporal. O Child Behavior Checklist foi aplicado para todos os escolares. Coletaram-se dados antropométricos e alimentares, sobre estilo de vida, demográficos, socioeconômicos e puberais. Na análise estatística utilizou-se regressão de Poisson. RESULTADOS: Sintomas de transtornos alimentares estavam presentes em 23% dos escolares. Idade (RP: 1,25; IC95%: 1,11-1,40, insatisfação com imagem corporal (RP: 4,23; IC95%: 2,53-7,08, problema de comportamento de internalização (RP: 1,78; IC95%: 1,11-2,85, substituição das refeições por consumo de balas (RP: 2,14; IC95%: 1,24-3,69, maior consumo de frutas e outros vegetais (RP: 2,49; IC95%: 1,55-3,99 e escolaridade materna de 5ª a 8ª série (RP: 1,95; IC95%: 1,06-3,58 associaram-se ao aumento da ocorrência dos sintomas de transtornos alimentares. CONCLUSÃO: Observou-se alta prevalência de sintomas de transtornos alimentares entre os escolares; fatores sociodemográficos e comportamentais estavam associados ao evento.

  2. Trigger factors mainly from the environmental type are reported by adolescents with migraine Fatores desencadeantes de migrânea relatados por adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcela Dalla Bernardina Fraga

    2013-05-01

    Full Text Available Migraine can be triggered by many factors such as stress, sleep, fasting and environmental causes. There are few studies that evaluated migraine trigger factors in the adolescent population. Methods: A total of 100 participants from 10 to 19 years were subjected to a detailed headache questionnaire, with demographic and clinical data, and a headache diary including trigger factors during a two-month period was asked. Results: Fifty of the participants exhibited chronic migraine and the other 50 participants demonstrated episodic migraine. The most common group of trigger factors reported was the environmental one, mainly sun/clarity, followed by hot weather and the smell of perfume. Conclusions: Ninety-one percent of children and adolescents with migraine reported a trigger factor precipitating the migraine attack.Crises de migrânea podem ser desencadeadas por muitos fatores, como estresse, sono, jejum e causas ambientais. Poucos estudos avaliaram os fatores desencadeantes de migrânea em adolescentes. Métodos: Cem pacientes, de 10 a 19 anos, foram submetidos a um questionário detalhado sobre sua cefaleia, com dados demográficos e clínicos e um diário da cefaleia, incluindo perguntas sobre os fatores desencadeantes, por um período de dois meses. Resultados: Cinquenta pacientes apresentavam migrânea episódica e 50, migrânea crônica. O grupo de fatores desencadeantes mais frequentemente relatado foi o ambiental, principalmente sol ou claridade, seguido pelo clima quente e pelo cheiro de perfume. Conclusões: Noventa e um por cento dos adolescentes com migrânea relataram pelo menos um fator desencadeante de crises álgicas.

  3. Fatores associados ao risco para doenças não transmissíveis em adultos brasileiros: estudo transversal de base populacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Letícia Casado Costa

    2012-06-01

    Full Text Available No Brasil, devido às mudanças nos perfis demográfico, epidemiológico e nutricional da população, as doenças infecciosas vêm cedendo lugar às crônicodegenerativas. Em face da grande heterogeneidade demográfica, social e econômica do país, são exigidas ações de saúde pública que sejam direcionadas às realidades locais. Com o objetivo de identificar os fatores associados ao risco para doenças não transmissíveis em adultos brasileiros, foi realizado um inquérito domiciliar, entre junho de 2002 e outubro de 2005, em amostra representativa de 18 capitais brasileiras. As prevalências dos fatores de risco para doenças crônicas não transmissíveis foram: excesso de peso; atividade física irregular ou sedentarismo;consumo de cigarros; consumo de álcool de risco; hipertensão arterial referida; diabetes referida; e hipercolesterolemia referida. A ausência de fatores de risco foi observada em apenas 8,5% da população entrevistada. Conclui-se que a alta prevalência de exposição a pelo menos um dos fatores de risco estudados evidencia que as ações em saúde devem ser multifatoriais e não dirigidas somente a um fator isolado.

  4. Amiodarona causa vasodilatação dependente do endotélio em artérias coronárias caninas Amiodarone causes endothelium-dependent vasodilation in canine coronary arteries

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alfredo José Rodrigues

    2005-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar os efeitos vasodilatadores da amiodarona em artérias coronárias caninas empregando soluções de amiodarona dissolvida em polisorbato 80 ou em água. MÉTODOS: Anéis de artéria coronária, com e sem o endotélio íntegro, foram imersos em solução de krebs e conectadas a um transdutor para aferição de força isométrica promovida por contração vascular. As artérias foram expostas a concentrações crescentes de polisorbato 80, amiodarona dissolvida em água, amiodarona dissolvida em polisorbato 80 e uma apresentação comercial da amiodarona (Cordarone®. Os experimentos foram conduzidos na presença e na ausência dos seguintes bloqueadores enzimáticos: apenas indometacina, Nômega-nitro-L-arginina associada à indometacina e apenas Nômega-nitro-L-arginina. RESULTADOS: O polisorbato 80 causou pequeno relaxamento não dependente do endotélio. O Cordarone®, a amiodarona dissolvida em água e em polisorbato 80 promoveram relaxamento dependente do endotélio, que foi de maior magnitude para a amiodarona dissolvida em polisorbato e para o Cordarone®. Apenas a associação de indometacina com a Nômega-nitro-L-arginina foi capaz de abolir o relaxamento dependente do endotélio provocado pela amiodarona dissolvida em polisorbato 80. CONCLUSÃO: Os resultados obtidos indicam que a vasodilatação promovida pela amiodarona em artérias coronárias caninas é causada principalmente pela estimulação da liberação de óxido nítrico e fatores endoteliais relaxantes dependentes das ciclo-oxigenases.OBJECTIVE: To assess the vasodilating effects of amiodarone on canine coronary arteries by using solutions of amiodarone dissolved in polysorbate 80 or water. METHODS: Rings of coronary arteries, with or without intact endothelium, were immersed in Krebs solution and connected to a transducer for measuring the isometric force promoted by a vascular contraction. The arteries were exposed to increasing concentrations of

  5. Dieta habitual e fatores de risco para doenças cardiovasculares Habitual diet and cardiovascular disease risk factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Maria Cervato

    1997-06-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Estudo descritivo por amostragem em munícípio do Estado de São Paulo, Brasil, em 1990, com objetivo de analisar, mediante entrevistas domiciliares, a dieta habitual e fatores de risco para doenças cardiovasculares em indivíduos maiores de 20 anos. METODOLOGIA: Foram entrevistados 557 indivíduos, de idade entre 20 e 88 anos, que fazem parte de subamostra de um estudo global na região. A dieta habitual, identificada pelo histórico alimentar foi comparada às recomendações da OMS e os fatores de risco estudados (obesidade, dislipidemias, diabetes melito diagnosticados pelo Índice de Massa Corpórea e dosagens bioquímicas. RESULTADOS E CONCLUSÕES: Observou-se que 60% da população consome dieta com energia total abaixo da estimativa das necessidades e que a contribuição calórica dos carboidratos foi de 56%, dos lipídios de 29% e das proteínas de 15%. Entretanto, na análise por percentil, a contribuição calórica dos lipídios e das proteínas encontra-se muito acima dos padrões recomendados em detrimento dos carboidratos. A energia, distribuição calórica e quantidade de colesterol foi adequada em apenas 5% das dietas. Dentre os fatores de risco para doenças cardiovasculares estudados observou-se a prevalência de obesidade em 38% dos indivíduos, de dislipidemias em 26% e de diabetes melito em 5%. A atividade física leve preponderante com dieta inadequada, tanto em termos de qualitativos quanto quantitativos, agravam ainda mais esse quadro.INTRODUCTION: A survey by sampling in a county of the State of S. Paulo in 1990 sought, by means of home interviews, to analyse the habitual diet and risk factors for cardiovascular disease of people over 20 years of age. METHODOLOGY: Of the sub-specimen of a comprehensive study population, 557 individuals, aged between 20 and 88, were interviewed. The habitual diet, characterized by the dietary history, was compared with the recommendations on energy and nutrients of the

  6. FATORES HUMANOS E CONDIÇÕES DE TRABALHO DAS ATIVIDADES EM UMA FÁBRICA DE FERRAMENTAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pompeu Paes Guimarães

    2013-11-01

    Full Text Available Este trabalho tem por objetivo avaliar os fatores humanos e as condições de trabalho nas atividades de produção de ferramentas. Este envolve: área de corte 1  e 2, região de orvado, área de viragem, área de forjamento, área da marcadora, têmpera, inserção de cabos, esmeril, envernizamento e soldagem. Os fatores humanos dos trabalhadores foram caracterizados com o uso de um questionário estruturado abrangendo as condições gerais de trabalho, os fatores humanos do trabalhador, as condições de saúde, o treinamento, bem como a segurança no trabalho e conhecer a opinião dos trabalhadores sobre suas funções. A atividade de envernizamento foi a atividade de maior facilidade, menos perigosa e menos cansativa e o esmeril, de menor preferência, mais perigosa e cansativa. Foi detectado alto índice de acidentes no processo de produção de ferramentas afetando, principalmente, a região dos dedos (72%.  Foi detectada, na opinião dos trabalhadores, que o esmeril é a máquina que causa maiores problemas nas atividades de produção de ferramentas, alcançando altos índices de acidentes. Com isso, a satisfação do trabalhador fica comprometida, realçada no cansaço físico relatado após a  jornada de trabalho, descontentamento ao uso de EPI’s, como avental e respirador, sendo que estes deixaram de causar 51% de acidentes.Palavra-chave: Ergonomia, qualidade de vida, produção de ferramentas.HUMAN FACTORS AND WORKING CONDITIONS OF THE ACTIVITIESIN A TOOLS FACTORY ABSTRACTThis paper aimed to evaluate the human factors and working conditions in the production activities of tools. This involves: cutting area 1 and 2, orvado region, turning area, forging area, area marker, tempera, cables  insertion and, grinder, varnishing and welding. The human factors were characterized by using a structured questionnaire covering general working conditions, worker's human factors, health conditions, training and safety at work and know the

  7. Fatores de risco para hospitalização de crianças e adolescentes asmáticos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lasmar Laura

    2002-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar a ocorrência e os fatores de risco associados à hospitalização de um grupo de crianças asmáticas e realizar diagnóstico da assistência à saúde desses pacientes. MÉTODOS: Foram estudados 325 pacientes (crianças e adolescentes asmáticos, registrados em um ambulatório de referência, sendo que 202 já haviam sido hospitalizados. O diagnóstico da assistência prestada foi feito por meio de formulário que abordou características gerais das hospitalizações e fatores biológicos, demográficos, socioeconômicos e os relacionados à asma. Análises univariada e multivariada foram empregadas para verificar a associação entre variáveis independentes e a ocorrência de hospitalização. RESULTADOS: Dos pacientes estudados, 62,2% já haviam sido hospitalizados durante sua moléstia, 64,9% iniciaram crises, e 60,9% se internaram no primeiro ano de vida. A maioria (76,0% apresentava formas clínicas moderadas e graves. Apesar disto, 94,2% não estavam em uso de drogas profiláticas, recebendo assistência apenas durante o episódio agudo. Nenhum dos pacientes se encontrava vinculado à atenção primária para controle periódico da doença e profilaxia com corticosteróides inalados. Os familiares (97,8% não dispunham de conhecimentos básicos necessários ao manejo da asma. Os principais fatores de risco para hospitalização foram: a idade de início dos sintomas antes de 12 meses de idade (OR=3,20, IC95%, 1,55-6,61 ou entre 12 e 24 meses (OR=3,89, IC95%, 1,62-9,36, a escolaridade materna inferior a sete anos de estudos (OR=3,06, IC95%, 1,62-5,76, a gravidade da doença (OR=2,32, IC95%, 1,36-3,96, o número de consultas a serviços de urgência igual ou superior a duas vezes por mês (OR=2,19, IC95%, 1,24-3,88 e o diagnóstico de encaminhamento de pneumonia de repetição (OR=2,00; IC95%, 1,06-3,80. CONCLUSÃO: Com vistas à redução dos índices de hospitalização, os serviços de saúde devem se organizar para

  8. Fatores de risco para hospitalização de crianças e adolescentes asmáticos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Laura Lasmar

    2002-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar a ocorrência e os fatores de risco associados à hospitalização de um grupo de crianças asmáticas e realizar diagnóstico da assistência à saúde desses pacientes. MÉTODOS: Foram estudados 325 pacientes (crianças e adolescentes asmáticos, registrados em um ambulatório de referência, sendo que 202 já haviam sido hospitalizados. O diagnóstico da assistência prestada foi feito por meio de formulário que abordou características gerais das hospitalizações e fatores biológicos, demográficos, socioeconômicos e os relacionados à asma. Análises univariada e multivariada foram empregadas para verificar a associação entre variáveis independentes e a ocorrência de hospitalização. RESULTADOS: Dos pacientes estudados, 62,2% já haviam sido hospitalizados durante sua moléstia, 64,9% iniciaram crises, e 60,9% se internaram no primeiro ano de vida. A maioria (76,0% apresentava formas clínicas moderadas e graves. Apesar disto, 94,2% não estavam em uso de drogas profiláticas, recebendo assistência apenas durante o episódio agudo. Nenhum dos pacientes se encontrava vinculado à atenção primária para controle periódico da doença e profilaxia com corticosteróides inalados. Os familiares (97,8% não dispunham de conhecimentos básicos necessários ao manejo da asma. Os principais fatores de risco para hospitalização foram: a idade de início dos sintomas antes de 12 meses de idade (OR=3,20, IC95%, 1,55-6,61 ou entre 12 e 24 meses (OR=3,89, IC95%, 1,62-9,36, a escolaridade materna inferior a sete anos de estudos (OR=3,06, IC95%, 1,62-5,76, a gravidade da doença (OR=2,32, IC95%, 1,36-3,96, o número de consultas a serviços de urgência igual ou superior a duas vezes por mês (OR=2,19, IC95%, 1,24-3,88 e o diagnóstico de encaminhamento de pneumonia de repetição (OR=2,00; IC95%, 1,06-3,80. CONCLUSÃO: Com vistas à redução dos índices de hospitalização, os serviços de saúde devem se organizar para

  9. Risk factors for atopic eczema in school children Fatores de risco para eczema atópico em escolares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gustavo F. Wandalsen

    2005-03-01

    Full Text Available OBJECTIVES: to study risk factors related to atopic eczema (AE in school children of São Paulo. METHODS: 1972 parents or guardians of 6-7 years old children in the Southern Central area of São Paulo answered to a written questionnaire (standardized questionnaire of the International Study of Asthma and Allergies in Childhood plus a complementary questionnaire regarding family history of asthma and allergies, and exposure to environmental allergens. AE was defined by the presence of an itchy rash in the last year. Risk factors were analyzed through logical regression. RESULTS: the following factors were significantly associated with AE: history of maternal (OR: 4.1; 95%CI: 2.4 to 7.1 and paternal eczema (OR: 2.6; 95%CI: 1.4 to 5.0, dust in the child's bedroom (OR: 1.6; 95%CI: 1.1 to 2.4, lower maternal education (OR: 1.7; 95%CI: 1.1 to 2.7, rhinitis fever (OR: 1.7; 95%CI: 1.1 to 2.9 and wheezing in the last year (OR: 1.9; 95%CI: 1.2 to 2.8. CONCLUSIONS: our data suggest that AE has a specific pattern of inheritance. The presence of dust in the child's bedroom was the single environmental risk factor found. Diagnose of other allergic diseases, as well as the presence of recent symptoms were strongly associated with AE in children.OBJETIVOS: identificar fatores de risco relacionados ao eczema atópico (EA em escolares do município de São Paulo. MÉTODOS: 1972 pais de escolares de 6-7 anos da região centro-sul de São Paulo responderam a questionários escritos (questionário padrão do International Study of Asthma and Allergies in Childhood e questionário complementar sobre história familiar de doenças alérgicas e exposição ambiental a potenciais fontes de alérgenos e irritantes. A presença de manchas na pele com coceira nos últimos 12 meses, definiu os escolares com EA. Os fatores de risco foram analisados por regressão logística. RESULTADOS: as variáveis significantemente associadas ao EA foram: história materna (OR: 4,1; IC95

  10. Desenvolvimento de inibidores do fator VIII na hemofilia A Development of factor VIII inhibitors in hemophilia A

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniel G. Chaves

    2009-01-01

    Full Text Available A hemofilia A é uma coagulopatia genética com herança recessiva ligada ao cromossomo X que afeta 1-2 a cada 10 mil indivíduos do sexo masculino nascidos vivos. Estes indivíduos têm baixas concentrações ou ausência do fator VIII (FVIII da coagulação no plasma e apresentam quadros hemorrágicos leves, moderados e graves, dependendo da atividade de FVIII circulante. Estes pacientes necessitam de constante reposição proteica e aproximadamente 30% deles desenvolvem aloanticorpos contra a proteína exógena. A síntese dos anticorpos anti-FVIII é iniciada quando o FVIII exógeno é endocitado por células apresentadoras de antígeno, degradado e apresentado às células T CD4+ na forma de peptídeos ligados a moléculas do complexo maior de histocompatibilidade (MHC de classe II. Alguns fatores de risco (paciente/tratamento podem ser relacionados ao desenvolvimento desta resposta imune. Neste contexto, as mutações no gene do FVIII e polimorfismos em genes envolvidos na resposta imune são candidatos moleculares como determinantes imunogenéticos na predisposição para o desenvolvimento de inibidores. Por não ser completamente entendido e controlado, o desenvolvimento desta resposta imune contra o FVIII constitui o maior problema decorrente do tratamento de indivíduos portadores de hemofilia A e faz-se necessária busca de opções que visem minimizar suas ações deletérias. Algumas alternativas de tratamento têm se mostrado eficazes no tratamento (anti-CD20, plasmaférese, concentrado de complexo protrombínico (PCCs, concentrado de complexo protrombínico ativado (APCCs, fator VII humano ativado, mas a retirada ou neutralização específica dos inibidores de FVIII ainda não foram alcançadas.Hemophilia A, which affects 1-2:10,000 live-born male neonates, is a genetic coagulopathy with recessive inheritance linked to the X chromosome. These individuals have low concentrations or no coagulation factor VIII (FVIII in the plasma

  11. CONHECIMENTO DE PROFESSORES SOBRE A SÍNDROME DE BURNOUT: PROCESSO, FATORES DE RISCO E CONSEQUÊNCIAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Liciane Diehl

    2014-12-01

    Full Text Available A Síndrome de Burnout (SB caracteriza-se como um fenômeno psicossocial que ocorre como resposta crônica aos estressores interpessoais nas situações de trabalho. O presente estudo, de delineamento qualitativo, teve como objetivo explorar o conhecimento de professores sobre a SB, assim como compreender os elementos utilizados para interpretar esse processo. Participaram do estudo seis professoras do Ensino Fundamental e utilizou-se um protocolo de entrevista semiestruturada em três eixos de investigação. A análise dos dados deu-se por análise de conteúdo a partir de seis categorias estabelecidas a priori, gerando novas subcategorias, que foram analisadas de acordo com o modelo teórico de Gil-Monte da SB. Os resultados apontaram que, apesar de algumas aproximações com o modelo teórico, considerar a SB como um tipo de estresse ou depressão indica uma lacuna importante do conhecimento, e que não nomeá-la nem identificá-la em seus estágios iniciais contribui para o seu agravo. Aspectos relacionais e características organizacionais estão vinculados a fatores desencadeantes, assim como o significado e as características do trabalho, expectativas realísticas e suporte social são percebidos como fatores protetores da síndrome. O fato de considerar medidas de prevenção centradas no indivíduo e na organização demonstra a necessidade de ampliar o olhar para a esfera macrossocial. Entender o trabalho, seu sentido e suas repercussões, a partir da experiência e do saber dos trabalhadores constitui-se como ensinamento indispensável para aprofundar o conhecimento sobre a SB e, desse modo, propor alternativas eficazes de prevenção e promoção de saúde.

  12. Predictive factors for spasticity among ischemic stroke patients Fatores preditivos para espasticidade após acidente vascular cerebral

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rita de Cássia dos Reis Moura

    2009-12-01

    Full Text Available Spasticity is a determining for functional loss following ischemic stroke. OBJECTIVE: To detect possible predictive factors for its occurrence. METHOD: Demographic, clinical and tomographic data on 146 stroke patients were analyzed. RESULTS: Spasticity was noted more frequently among patients who underwent physiotherapy (pA espasticidade é fator determinante para perda funcional após o acidente vascular cerebral isquêmico (AVCI. OBJETIVO: Detectar possíveis fatores preditivos para a ocorrência da espasticidade. MÉTODO: Foram analisados dados demográficos, clínicos e tomográficos de 146 pacientes pós-AVCI. RESULTADOS: Na análise univariada a espasticidade foi notada com maior freqüência em pacientes que realizaram fisioterapia (p<0,0001; OR=19,4; 95% CI: 4,4-84,5, com maior tempo de duração desse tratamento (p=0,028; OR=4,80; 95% CI: 1,1-8,3 e que realizavam trabalho braçal (p=0,041; OR=2,2; 95% CI: 1,02-4,6, renda menor (p=0,038, referência de dor (p<0,0001; OR=107,0; 95% CI: 13,5-847,3 e seu aparecimento simultâneo à espasticidade (p<0,0001, acidente vascular cerebral (AVC pregresso (p=0,001; OR=4,2; 95% CI: 1,7-10,3, fraqueza muscular (p<0,0001; OR=91,9; 95% CI: 12,0-699,4, lesão tomográfica extensa (p=0,01 e lesão afetando mais de um lobo cerebral (p=0,018. Na análise de regressão multivariada a atividade braçal apresentou risco relativo de 2,9; acidente vascular cerebral prévio com risco relativo de 3,9 e lesão tomográfica extensa risco relativo de 3,6. CONCLUSÃO: A espasticidade afetou um quarto da população estudada e esteve associada ao trabalho braçal, AVC pregresso, lesões tomográficas extensas, diminuição da renda individual, realização de fisioterapia, realização de fisioterapia por um período maior, presença de dor, surgimento da dor simultânea à espasticidade e alteração da força.

  13. Somatotipo, fatores de risco e razão cintura-estatura em indivíduos fisicamente ativos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anderson Henrique Souza de Almeida

    2015-08-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A relação entre o tipo físico e o risco cardiovascular vem sendo estudada em diversas populações do mundo. No Brasil, estudos que avaliam esta relação são escassos, principalmente quando se trata de indivíduos que praticam atividades físicas. Objetivo: Analisar a relação do somatotipo com fatores de risco cardiovascular e razão cintura-estatura (RCEst em praticantes de atividade física.MÉTODOS: Trata-se de uma pesquisa descritiva com delineamento transversal. A amostra foi constituída por 280 sujeitos, usuários da pista de Cooper da Universidade Federal de Pernambuco, na cidade de Recife, PE, Brasil. Para identificação do nível de atividade física, utilizou-se a versão curta do International Physical Activity Questionnaire(IPAQ. Os indivíduos classificados como muito ativos, ativos ou irregularmente ativos A ou B, foram incluídos na amostra. Excluíram-se os sujeitos inativos fisicamente. O somatotipo foi estimado através do protocolo antropométrico de Carter e Heath (1990. Determinaram-se como fatores de risco cardiovascular o tabagismo, o consumo de bebida alcoólica e a pressão arterial (PA. Empregou-se a estatística descritiva para caracterização da amostra, em seguida, utilizou-se a Análise de Variância Multivariada (MANOVA, com nível de significância de p < 0,05.RESULTADOS: Não foi identificada relação significativa para as variáveis tabagismo e consumo de bebida alcoólica. Na análise da PA (Pillai's trace = 0,082; F = 8,187; p < 0,05 e da RCEst (Pillai's trace = 0,298; F = 39,081; p < 0,05, verificou-se significância estatística com o somatotipo.CONCLUSÃO: O tipo físico foi positivo e significativamente relacionado com a PA e com a RCEst, demonstrando que esse indicador antropométrico pode ser utilizado para predizer precocemente o risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

  14. Fatores sociodemográficos e econômicos associados ao tabagismo na população idosa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dayane Aparecida Viana

    2014-09-01

    Full Text Available Objetivos Identificar a condição tabágica dos idosos e verificar os fatores sociodemográficos e econômicos associados ao hábito de fumar nessa população. Métodos Trata-se de um estudo quantitativo, transversal, observacional e analítico, com 980 idosos da zona urbana do município de Uberaba-MG. Utilizaram-se os instrumentos Miniexame do Estado Mental (MEEM e Questionário Brasileiro de Avaliação Funcional e Multidimensional (BOMFAQ. Os idosos foram classificados como tabagistas, ex-tabagistas e não tabagistas de acordo com as Diretrizes para Cessação do Tabagismo. As análises procederam por meio do software SPSS-17. A condição tabágica dos idosos foi descrita por meio de frequências simples e absolutas. Aplicou-se o teste Cramer’s V (p ≤ 0,05 na análise bivariada e em seguida a Regressão Logística Multinomial Múltipla (p ≤ 0,05 ajustados para sexo e faixa etária de acordo com a classificação tabágica. Resultados Encontraram-se 122 (12,4% idosos tabagistas, 320 (32,7% ex-tabagistas e 538 (54,9% não tabagistas. Os idosos tabagistas apresentaram-se com 3,57, 2,36 e 1,82 mais riscos de chances de ser do sexo masculino (p < 0,001, estar na faixa etária de 60 a 69 anos (p = 0,004 e não ter companheiro(a (p = 0,008, respectivamente. Para os idosos ex-tabagistas, também foi encontrada maior chance de risco (5,34 para o sexo masculino (p < 0,001. Conclusão Os resultados evidenciam que o sexo, a faixa etária e a situação conjugal são fatores associados ao tabagismo na população idosa.

  15. Homicídios de adolescentes: refletindo sobre alguns fatores associados Adolescents’ homicide: thinking about some associated factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sergio Kodato

    2000-01-01

    Full Text Available Este estudo é uma investigação de alguns fatores associados a homicídios praticados contra adolescentes, no município de Ribeirão Preto (SP, onde, no período de 1995 a 1998, foram assassinados 101 adolescentes. A coleta e a análise dos dados foram realizadas através da conjunção das seguintes técnicas: levantamento de dados sociográficos, através da análise dos processos judiciais instaurados no Ministério Público local; observação participante da instituição de internamento no município, destinada para adolescente autor de ato infracional; entrevistas com adolescentes internos pela prática de homicídio (n= 8. Como resultado, pode-se afirmar que as condições de vida que levaram à morte os adolescentes, são fruto de uma sincronização de fatores, onde, além da fragilidade institucional, observa-se como determinantes a disputa pela apropriação de bens materiais, o conflito de interesses financeiros, o tráfico de drogas, e, um modo de relacionamento interpessoal, cuja resolução de situações conflitivas se dá de forma não mediada e violenta.This research is an investigation of some factors associated to homicides committed against adolescents, at the city of Ribeirão Preto (SP, in which, during the period of 1995-1998, 101 children and adolescents were killed. The collect and analysis of data were made throughout the association of the following methods: sociographics data enrollment, analysis of taken lawsuits in the local prosecuting counsel; participant observation of the local internment institution, destined to adolescents authors of infraction acts; interview with intern adolescents for homicide acts (n=8. As a result one may state that the life conditions that ends on death of adolescents are product of a synchronization of factors, where, besides the fragility of institutions, one may observe determinants the dispute for appropriation of goods, conflict of financial interests, drug traffic and, a mode

  16. Fatores determinantes do nível de disclosure voluntário das companhias abertas no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Dal-ri murcia

    2009-08-01

    Full Text Available O objetivo do estudo é identificar os fatores que explicam o nível de disclosure voluntário das companhias abertas no Brasil. A pesquisa está fundamentada na Teoria do Disclosure Voluntário de Verrecchia (2001. O nível de disclosure das empresas foi definido a partir de uma métrica composta por seis categorias e 43 subcategorias: Ambiente de Negócios (8, Atividade Operacional (8, Aspectos Estratégicos (8, Informações Financeiras (7, Índices Financeiros (4 e Governança Corporativa (8. A análise do disclosure voluntário foi realizada a partir das Demonstrações Financeiras Padronizadas (DFPs, do exercício findo em 2007, por meio da técnica de análise de conteúdo. A amostra é composta pelas 100 maiores companhias abertas não-financeiras. Por meio de um modelo de regressão múltipla, foram testadas nove hipóteses: auditoria, rentabilidade, internacionalização, tamanho, governança corporativa, endividamento, controle acionário, emissão de ações e setor. Os resultados evidenciam que empresas maiores, pertencentes ao setor elétrico, que possuem American Depositary Receipts (ADRs nos níveis II e III na Bolsa de Nova Iorque (NYSE e que aderem aos níveis diferenciados de governança corporativa da Bolsa de São Paulo (Bovespa, possuem, em média, um maior nível de disclosure voluntário. Esses resultados podem ser interpretados à luz da hipótese do vínculo (bonding hypothesis e também dos custos políticos (political costs hypothesis, na medida em que grandes empresas e aquelas com melhores práticas de governança corporativa possuem maiores níveis de disclosure voluntário. Nota-se também que a regulação setorial, especificamente no setor elétrico, também é um fator significativo para explicar o nível de disclosure voluntário das companhias abertas.

  17. Fatores pessoais, desportivos e psicológicos no comportamento de exercício físico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luís Carneiro

    2015-04-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: os benefícios do exercício físico EF são bem conhecidos. Contudo, mais de 60% da população mundial é fisicamente inativa ou ativa de forma insuficiente para atingir tais vantagens. Nesse sentido, torna-se importante compreender os fatores envolvidos na prática de EF, de modo a promover a participação desportiva e a prevenir o abandono do exercício.OBJETIVO: analisar as diferenças num conjunto de variáveis psicológicas em função da tendência para efetuar EF e as variáveis preditoras do comportamento efetivo de EF.MÉTODOS: participaram no estudo 454 praticantes de musculação, cardiofitness e atividades de ritmo de uma academia desportiva no norte de Portugal, tendo sido avaliados três conjuntos de variáveis: a pessoais sexo, idade e índice de massa corporal; b desportivas tempo anterior de prática e frequência semanal de prática anterior ; e c psicológicas atitudes diante do EF, normas subjetivas diante do EF, percepção de controle comportamental, intenção de prática, benefícios e custos do EF e planejamento da prática.RESULTADOS: os que praticam exercício com maior regularidade apresentaram níveis mais elevados de percepção de controle comportamental, intenção de prática e planejamento do EF, em comparação com os praticantes com atividade pouco ou nada regular. A idade, o tempo anterior de prática, a frequência semanal de prática anterior, as normas subjetivas e a percepção de controle comportamental foram preditores significativos do comportamento efetivo de EF.CONCLUSÃO: este estudo confirmou que os praticantes mais regulares evidenciaram um padrão psicológico mais favorável com relação à possibilidade de assumirem comportamentos estáveis de exercício. Por outro lado, os resultados demonstraram a natureza multifacetada dos fatores envolvidos no comportamento de EF.

  18. Fatores associados ao consumo regular de refrigerante não dietético em adultos de Pelotas, RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Airton José Rombaldi

    2011-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar fatores associados ao consumo regular de refrigerantes não dietéticos por adultos. MÉTODOS: Estudo transversal de base populacional com 972 adultos (20 a 69 anos do município de Pelotas, RS, realizado em 2006. A freqüência de consumo nos 12 meses anteriores à pesquisa foi medida por meio da pergunta: "em geral desde o do ano passado, quantas vezes tu tomaste refrigerante não dietético?". As respostas categorizadas foram dicotomizadas para fins de análise. Foi considerado consumo regular de refrigerante não dietético a freqüência de cinco ou mais vezes por semana. A associação entre o desfecho e variáveis demográficas, socioeconômicas, comportamentais e nutricionais foi analisada pelo teste qui-quadrado para heterogeneidade e tendência linear e a análise multivariável foi realizada por meio de regressão de Poisson, com variância robusta. RESULTADOS: Cerca de um quinto da população adulta de Pelotas (20,4% ingeria regularmente refrigerante não dietético. Indivíduos do sexo masculino (RP 1,50; IC95%: 1,20;2,00, fumantes atuais (RP 1,60; IC95%: 1,20;2,10 e que consumiam semanalmente lanches (RP 2,10; IC95%: 1,60;2,70 apresentaram maior prevalência de consumo de refrigerantes não dietéticos na análise ajustada. A análise estratificada por sexo mostrou que o consumo regular de frutas, legumes e verduras foi fator protetor ao consumo de refrigerantes entre mulheres (RP 0,50; IC95%: 0,30;0,90. CONCLUSÕES: A freqüência do consumo regular de refrigerantes não dietéticos na população adulta foi elevada, particularmente entre homens, jovens e fumantes.

  19. A variedade da dieta é fator protetor para a pressão arterial sistólica elevada

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Erick Prado de Oliveira

    2012-04-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A dieta influencia diretamente a hipertensão arterial (HAS, que é um dos principais fatores de risco da doença cardiovascular. OBJETIVO: Associar a HAS com fatores dietéticos de adultos clinicamente selecionados para programa de mudança de estilo de vida. MÉTODOS: Estudo transversal composto por 335 indivíduos, com idade entre 44 e 65 anos, clinicamente selecionados para um programa de mudança de estilo de vida. Foram avaliados os dados antropométricos (IMC, % de gordura e circunferência abdominal, os componentes bioquímicos (concentrações plasmáticas de glicose, triglicerídeos, colesterol total, HDL-c e LDL-c e a dieta, por meio do recordatório de 24 horas. A qualidade da dieta foi avaliada pelo Índice de Alimentação Saudável. A pressão arterial foi mensurada de acordo com a V Diretriz Brasileira de Hipertensão Arterial e classificada de acordo com o NCEP-ATPIII. A regressão logística foi realizada para determinar a probabilidade de alterações na PAS e PAD de acordo com a ingestão dietética. Adotou-se como significante o valor de p < 0,05. RESULTADOS: Observou-se correlação positiva da pressão arterial diastólica com o consumo de colesterol e açúcar; e negativa com a ingestão de fibras, porções de óleo e qualidade da dieta. A variedade da dieta ≥ 8 itens alimentares apresentou efeito protetor para alterações da pressão arterial sistólica; OR = 0,361 (0,148-0,878. CONCLUSÃO: A maior variedade da dieta ofereceu efeito protetor para alteração da pressão arterial sistólica.

  20. Prevalência e fatores associados à realização de mamografia e exame citopatológico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tiara Cristina Romeiro Lopes

    2015-09-01

    Full Text Available Objetivo: Estimar a prevalência e os fatores associados à realização de mamografia e exame citopatológico em mulheres da cidade de Maringá, Paraná. Métodos: Estudo transversal, de base populacional, feito com 345 mulheres com idade superior a 20 anos, no período de março de 2011 a abril de 2012. Realizou-se entrevista por meio de um questionário proposto pelo Ministério da Saúde, o qual abordava aspectos sociodemográficos, fatores de risco para doenças crônicas não transmissíveis e questões relacionadas ao rastreamento mamográfico e citopatológico. Os dados foram analisados mediante análise bivariada, análise bruta mediante Odds Ratio (OR e qui-quadrado por meio do programa Epi Info 3.5.1, e análise multivariada por meio da regressão logística, realizada com o programa Statistica 7.1, com nível de significância de 5% e intervalo de confiança de 95%. Resultados: A média de idade das mulheres foi de 52,19 (±5,27 anos. A maioria (56,5% apresentou de 0 a 8 anos de estudo. Além disso, 84,6% (n=266 das mulheres realizaram o exame de Papanicolau e 74.3% (n=169, a mamografia. Foram associadas à menor realização de Papanicolau as mulheres com escolaridade entre 9 e 11 anos de estudo (p=0,01, e quanto à mamografia, tiveram menor adesão as mulheres sem plano de saúde privado (p<0,01. Conclusão: A cobertura da mamografia e do Papanicolau foi satisfatória entre as mulheres da cidade de Maringá, Paraná. A baixa escolaridade e as mulheres que dependiam da rede pública de saúde tiveram menor adesão à realização da mamografia.

  1. Fatores associados à adição de sal à refeição pronta

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raquel da Silva Assunção de Castro

    2014-05-01

    Full Text Available O objetivo desta pesquisa foi investigar se existem diferenças na adição de sal à refeição pronta entre homens e mulheres. Foram incluídos 47.557 indivíduos de 18 a 64 anos, participantes do sistema de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico, das 26 capitais e Distrito Federal, em 2006. As diferenças entre homens e mulheres foram analisadas pelo teste do qui-quadrado e as magnitudes da associação estimadas pelo Odds Ratio obtido por meio da regressão logística múltipla. A prevalência da adição de sal à refeição pronta foi 8,3%, sendo maior entre homens (9,8% vs 6,9%, p < 0,01. Após ajustes, a adição de sal à refeição pronta foi maior em indivíduos com a autoavaliação de saúde regular e ruim, relato de doença cardiovascular e que residiam na região Norte do Brasil. Indivíduos hipertensos relataram adicionar menos sal à refeição pronta. A escolaridade não foi associada à adição de sal. Homens adicionam mais sal à refeição pronta do que mulheres. Políticas públicas de saúde voltadas para a redução da ingestão de sal pela população devem levar em consideração a diferença de gênero no uso discricionário de sal e nos fatores que favorecem essas diferenças.

  2. Estudo prospectivo dos fatores de risco para complicações neurológicas na meningite bacteriana infantil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sadie Namani

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Análise prospectiva de fatores de prognóstico para complicações neurológicas da meningite bacteriana infantil. MÉTODOS: Este estudo prospectivo recrutou 77 crianças de um mês a 16 anos de idade tratadas de meningite bacteriana durante o período de 1/1/2009 a 31/12/2010. Foram escolhidos 16 preditores relevantes para analisar sua associação com a incidência de complicações neurológicas. Valores P abaixo de 0,05 foram considerados estatisticamente significativos. RESULTADOS: Das 77 crianças tratadas para meningite bacteriana, desenvolveram-se complicações neurológicas em 33 pacientes (43%, e duas crianças morreram (2,6%. A etiologia dos casos de meningite bacteriana foi comprovada em 57/77 (74% dos casos: foram encontrados 32 isolados de meningococos; 8 de pneumococos; 6 de bacilos gram-negativos; 5 de H. influenzae; 5 de estafilococos e 1 de S. viridans. Os fatores que se mostraram associados a aumento do risco de desenvolvimento de complicações neurológicas foram idade 5.000 células/mm³, pleiocitose > 5.000 células/mm³ depois de 48 horas, baixa relação da glicose no LCS/sangue 48 horas, presença de comorbidade e foco primário de infecção não se associaram a aumento do risco para o desenvolvimento de complicações neurológicas. CONCLUSÃO: Idade inferior a 12 meses e gravidade da apresentação clínica na admissão foram identificadas como os preditores mais fortes de complicações neurológicas e podem ter valor para selecionar pacientes para tratamento mais intensivo.

  3. Comportamento de violência e fatores associados entre estudantes de Barra do Garças, MT

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marta de Lima Castro

    2011-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar a prevalência de violência entre adolescentes e jovens adultos e identificar fatores associados. MÉTODOS: Estudo transversal com amostragem aleatória sistemática de 699 estudantes do ensino fundamental e médio da rede pública urbana de Barra do Garças, MT, em 2008. Questionário autopreenchível foi aplicado em sala de aula sem a presença do professor. O desfecho "comportamento violento" foi definido como (1 uso de arma de fogo ou branca, e/ou (2 agressões contra si e ou terceiros, e/ou (3 tentativa de suicídio. As variáveis independentes analisadas foram idade, gênero, condição socioeconômica, uso de álcool, uso de drogas psicoativas, atividade sexual e relacionamento com os pais. Foram realizadas análises univariadas e regressão múltipla ajustada para efeito de agregado. RESULTADOS: A prevalência de violência foi de 18,6%, variando segundo a idade: de 10,1% no grupo de dez e 11 anos; 20,2% dos 12 aos 19 anos; e 4,5% dos 20 e 21 anos. Os fatores associados ao comportamento de violência foram uso de álcool (RP = 2,51, IC95% 1,22;5,15, uso de drogas psicoativas (RP = 2,10, IC95%1,61;2,75, gênero masculino (RP = 1,63, IC95% 1,13;2,35 e relações insatisfatórias entre os pais (RP = 1,64, IC95% 1,25;2,15. CONCLUSÕES: Os resultados indicam alta prevalência de violência entre os adolescentes na faixa etária de 12 a 19 anos, sobretudo entre os usuários de álcool e drogas, do sexo masculino, de família cujos pais não possuem relações satisfatórias. Embora sem significância estatística no modelo final de regressão, a defasagem escolar e nível socioeconômico devem ser considerados em ações educativas de prevenção ao comportamento de violência entre estudantes.

  4. Impacto da terapia cognitivo-comportamental nos fatores neurobiológicos relacionados à resiliência

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Eduardo Norte

    2011-01-01

    Full Text Available A resiliência, como uma variável de desfecho, tem sido largamente negligenciada no campo terapêutico. Nosso objetivo foi investigar os efeitos da terapia cognitivo-comportamental (TCC nos marcadores neurobiológicos de resiliência em pacientes com transtorno de estresse pós-traumático (TEPT. Nesta pesquisa experimental de caso único, foram acessadas variáveis fisiológicas (frequência cardíaca, frequência respiratória, tônus vagal cardíaco, balanço simpático e condutância da pele e neuroendócrinas (cortisol e de-hidroepiandrosterona - DHEA e medidas psicométricas de autorrelato (afeto negativo, resiliência, sintomas de TEPT, depressão, ansiedade e apoio social. Foram medidas as respostas fisiológicas, neuroendócrinas e psicométricas em repouso antes e após quatro meses de TCC. O paciente era um homem de 45 anos que sofreu dois assaltos com arma de fogo e não respondeu adequadamente ao tratamento farmacológico com paroxetina. A TCC levou a uma redução da frequência cardíaca, frequência respiratória, balanço simpático, condutância da pele e cortisol, bem como a um aumento no tônus vagal e DHEA. Além disso, a TCC promoveu redução na pontuação dos sintomas de TEPT, depressão, ansiedade e afeto negativo e aumento da pontuação de resiliência e apoio social. Nossos dados sugerem que a TCC aumenta os fatores relacionados à resiliência (DHEA, tônus vagal, autorrelato de resiliência e apoio social. Isso não é somente "antipatológico", mas também pode ser considerado "pró-bem-estar". Adicionalmente, nossos resultados mostram a relevância da investigação dos efeitos do tratamento psicológico em múltiplos sistemas neurobiológicos no mesmo paciente com TEPT, visando desvendar as bases neurobiológicas dos fatores de resiliência.

  5. A relação entre instituições, fatores humanos e segurança operacional na aviação = The relationship between institutions, human factors and operational safety in aviation

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Villas Bôas, Paulo Cezar Rodrigues

    2014-01-01

    Full Text Available Este trabalho pretende enfatizar a relação entre organização e indivíduo, ou seja, o papel da cultura organizacional na implementação dos fatores humanos no cotidiano operacional de uma empresa aérea e a influência deste processo no grau de segurança operacional. Objetiva, de forma concisa, apresentar parte do conjunto de conceitos que formam os fatores humanos em aviação, incluindo, a doutrina CRM. Cultura organizacional, processos psicossociais e tecnologia embarcada são correlacionados de forma processual, evidenciando a perspectiva sistêmica dos fatores humanos em aviação. A conclusão mais relevante recai na importância do comprometimento institucional com fatores humanos, influenciando positivamente o grau de segurança operacional das organizações

  6. A Dependência do Calibre nos Cálculos Modelo do Fator de Forma Transverso Elétrico em Núcleos Complexos

    OpenAIRE

    1996-01-01

    Neste trabalho estudamos a dependência do calibre nos cálculos modelo do fator de forma transverso elétrico para núcleos complexos. Foram consideradas as diferentes prescrições que procuram levar parcialmente em consideração os efeitos da corrente de dois corpos, no cálculo do fator de forma transverso elétrico, através dos vínculos impostos pela equação da continuidade. Quando os estados nucleares satisfazem a equação de Schrödinger e a corrente a equação da continuidade as prescrições coinc...

  7. Prevalência e fatores de risco da infecção humana por Toxocara canis em Salvador, Estado da Bahia

    OpenAIRE

    Rodrigo Fernandes de Souza; Vitor Camilo Cavalcanti Dattoli; Livia Ribeiro Mendonça; Joilson Ramos de Jesus; Tiana Baqueiro; Cláudia de Carvalho Santana; Nilza Maria Santos; Stella Maria Barrouin-Melo; Neuza Maria Alcantara-Neves

    2011-01-01

    INTRODUÇÃO: Larva migrans visceral é causada por Toxocara sp e nunca foi estudada na Bahia. Neste trabalho, investigou-se a prevalência e fatores de risco de infecção por Toxocara canis, em indivíduos de Salvador. MÉTODOS: Trezentos e trinta e oito indivíduos foram investigados para presença de anticorpos IgG séricos anti-T. canis. RESULTADOS: IgG anti-T. canis foi mais alta em indivíduos de classe social baixa com maior contato com cães e gatos, indicando que estas variáveis são fatores de r...

  8. Hiperglicemia gestacional leve como fator de risco para síndrome metabólica na gravidez e morbilidade perinatal

    OpenAIRE

    Negrato, Carlos Antonio

    2006-01-01

    Em 1988, Reaven descreveu a síndrome X, uma junção de diversos fatores de risco para as doenças cardiovasculares, sendo a resistência à insulina o ponto de partida para o estabelecimento de tais fatores. Várias denominações foram dadas a este grupo de comorbidades e hoje ela é conhecida como Síndrome Metabólica. Seu estudo tem sido dificultado pela ausência de consenso na sua definição. Sua prevalência varia de acordo com o critério diagnóstico utilizado e com as características da população ...

  9. Fatores associados às alterações da função pulmonar em trabalhadores de indústria de cerâmica

    OpenAIRE

    Salicio,Viviane Aparecida Martins Mana; Botelho,Clovis; Silva,Ageo Mário Cândido da; Salicio,Marcos Adriano

    2013-01-01

    O objetivo deste artigo é analisar a função pulmonar em trabalhadores de indústrias de cerâmica no município de Várzea Grande, Mato Grosso. Estudo transversal realizado com 183 trabalhadores de indústrias de cerâmica desse município. Para identificação dos fatores sociodemográficos, fatores ambientais e do tabagismo foi utilizado um questionário estruturado e para avaliação da função pulmonar foi realizada a espirometria. Foram realizadas análises descritiva, bivariada e regressão múltipla de...

  10. Turismo na encruzilhada : estudo sobre os fatores de inserção socioeconômica em destinos turísticos emergentes (Barreirinhas - MA)

    OpenAIRE

    Tasso, João Paulo Faria

    2011-01-01

    A escolha do objeto da presente dissertação recaiu sobre os fatores que contribuem para a inserção de habitantes locais na cadeia produtiva do turismo em destinos turísticos emergentes ou em fase de consolidação. A justificativa é que a inserção socioeconômica é um dos aspectos essenciais do turismo sustentável. O objetivo final da dissertação é o de analisar os fatores que contribuem para o processo de inserção socioeconômica da população local na cadeia produtiva do turismo, com vista...

  11. Fatores de risco para o acidente vascular encefálico - doi: 10.5102/ucs.v3i1.551

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Leite Melo e Silva

    2008-04-01

    Full Text Available O acidente vascular encefálico é uma patologia que ocorre no território vascular do encéfalo. Pode ser classificado como isquêmico ou hemorrágico. Após um acidente vascular encefálico, a pessoa pode apresentar tipos de incapacidades, tanto físicas quanto emocionais. São muitos os fatores de risco que podem levar ao acidente vascular encefálico, como: a hipertensão arterial, a obesidade, o sedentarismo, a diabetes mellitus e o tabagismo. Assim, é importante que haja a prevenção dos fatores de risco, além do conhecimento de cada um deles, para o melhor tratamento do paciente.

  12. Fatores associados ao tempo de tela em estudantes do ensino médio de Fortaleza, região Nordeste do Brasil = Factors associated with screen time among high school students in Fortaleza, Northeastern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Souza, Evanice Avelino de

    2015-01-01

    Conclusões: Fatores sociodemográficos e comportamentais, incluindo hábitos alimentares, estão associados ao tempo de tela em adolescentes. Contudo, os fatores associados diferiram de acordo com o tipo de aparelho mais utilizado (televisão ou computador /videogame. Estes aspectos devem ser considerados em programas de combate ao tempo sedentário no lazer em jovens

  13. Fatores condicionantes do nível de maturidade em gerenciamento de projetos: um estudo empírico em empresas brasileiras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gutenberg de Araújo Silveira

    2013-09-01

    Full Text Available No ambiente dinâmico e complexo de negócios, caracterizado por desafios constantes, o eficaz gerenciamento de projetos é um dos determinantes da sobrevivência das organizações. Todavia, para alcançarem melhor desempenho, as empresas precisam ter processos de gerenciamento de projetos estruturados e maduros. Embora existam diversos modelos de maturidade, que proporcionam uma abordagem quantitativa, o caminho em sua busca não tem sido um assunto empiricamente pesquisado, portanto, o objetivo neste estudo foi identificar os principais fatores condicionantes da maturidade em gerenciamento de projetos em organizações brasileiras. Para tanto, foi adotado o método de pesquisa de estudo de campo, por meio de e-survey, de natureza descritiva e correlacional, junto a 473 participantes, tomadores ou influenciadores de decisões em gerenciamento de projetos, quanto à sua percepção sobre os fatores condicionantes, representando 360 organizações de diferentes tipos, portes e segmentos da economia brasileira. Os resultados do estudo permitem concluir que os principais fatores condicionantes da maturidade em gerenciamento de projetos nas empresas estudadas observam a seguinte hierarquia, do mais para o menos importante: processos e ferramentas; pessoas e equipe; apoio organizacional; orientação a clientes; qualidade dos gerentes de projetos; e orientação a negócios. Esses fatores condicionantes, especialmente o primeiro, se trabalhados adequadamente nas organizações, podem alavancar os níveis de maturidade em geren­ciamento de projetos.

  14. Prevalência dos fatores de risco para doença cardiovascular em funcionários do Centro de Pesquisas da Petrobras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Matos Maria de Fátima Duarte

    2004-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Determinar a prevalência de fatores de risco para doença cardiovascular em funcionários do Centro de Pesquisas da Petrobras. MÉTODOS: Em estudo descritivo transversal, foram avaliados clínica e laboratorialmente, de março de 2000 e fevereiro de 2001, empregados do Centro de Pesquisas da Petrobras, tendo sido excluídos os que não compareceram à realização do exame médico periódico anual de 2000. Calculados o percentual da ocorrência dos fatores de risco e a média e o desvio padrão das variáveis bioquímicas, da pressão arterial e do índice de massa corpórea. RESULTADOS: De um total de 1.191 empregados, foram estudados 970, sendo 75,4% homens e 24,6% mulheres, com idade média de 42,2 anos. A prevalência de fatores de risco foi o sedentarismo (67,3%, o colesterol > 200 mg/dl (56,6%, o sobrepeso (42%, a obesidade (17%, a hipertensão arterial (18,2%, o tabagismo (12,4% e o diabetes mellitus (2,5%. CONCLUSÃO: A elevada prevalência de fatores de risco para doença cardiovascular, em indivíduos jovens, alerta para a necessidade de adoção de programas de promoção de saúde e prevenção de doenças no ambiente de trabalho.

  15. Fatores de risco em cadeia de suprimentos do setor aeroespacial: aspectos qualitativos e quantitativos Risk factors in aerospace supply chain: qualitative and quantitative aspects

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kelly Ayumi Funo

    2013-01-01

    Full Text Available A falta de gerenciamento de risco pode gerar descontinuidade na cadeia de suprimentos e há pouca literatura sobre esse tema para o setor aeroespacial. Este artigo teve como objetivo identificar fatores de risco da cadeia de suprimentos do principal fabricante nacional de aeronaves. Nove fatores de riscos específicos para a empresa foram identificados: Ambiental, natural e político, Cadeia de suprimentos, Estratégia do negócio, Gerenciamento do produto, Indicadores, Organização, Produtividade, Qualidade e Sistema de informação. Esses fatores foram avaliados quantitativamente quanto a sua criticidade utilizando-se o analytic hierarchy process (AHP. Os fatores Qualidade e Produtividade foram considerados os mais relevantes nesta pesquisa, que pode ser classificada como estudo de caso único, sendo as informações necessárias obtidas por meio de entrevistas com profissionais experientes, representando diferentes áreas da empresa que foi objeto do estudo.The lack of risk management can generate disruption in the supply chain, and there is little literature related to the aerospace industry. This article aims at identifying the risk factors for supply chain of the main Brazilian aircraft manufacturer. Nine risk factors specific to aircraft manufacturers were identified: Environmental, Natural and Political, Supply Chain, Business Strategy, Product Management, Indicators, Organization, Productivity, and Quality and Information System. These factors were quantitatively evaluated with respect to their criticality using the Analytic Hierarchy Process (AHP. The Quality and Productivity factors were considered the most relevant in this study, which can be classified as a single case study. The necessary data were obtained through interviews with professionals from different areas of the studied enterprise.

  16. Fator V de Leiden na doença de Legg-Calvé-Perthes Leiden's V-factor in Legg-Calvé-Perthes disease

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lia Lira Olivier Sanders

    2009-01-01

    Full Text Available Trobofilias hereditárias têm sido implicadas na patogênese da doenca de Legg-Calvé-Perthes. Uma investigação do fator de risco hereditário mais comum para hipercoagulabilidade - a mutação no gene do fator V (fator V de Leiden - foi conduzida em 20 pacientes com Legg-Calvé-Perthes e 214 controles sadios. A prevalência do fator V de Leiden foi maior nos pacientes com Legg-Calvé-Perthes que no grupo controle (30 vs. 1,87%. A razão de chances (odds ratio para o desenvolvimento de Legg-Calvé-Perthes foi de 22,5 (pInherited tendency to hypercoagulability has been suggested as a cause of vascular thrombosis resulting in Legg-Calvé-Perthes disease. An investigation of the most common inherited risk factor for hypercoagulability - the mutation in the V-factor gene (Leiden's V-factor - was carried out among 20 Patients diagnosed with Legg- Calvé-Perthes disease. Patients were compared with 214 healthy controls. The prevalence of the Leiden's V-factor was higher in patients with Legg-Calvé-Perthes disease than in controls (30% vs. 1,87%. The odds ratio for the development of Legg-Calvé-Perthes disease in the presence of the Leiden's V-factor mutation was 22,5 (p<0,05; confidence interval: 5,68-89.07. These data suggest the Leiden's V-factor as an inherited risk factor for hypercoagulability associated with the development of Legg-Calvé-Perthes disease.

  17. Prevalência de sibilância e fatores associados em crianças menores de 5 anos de Cuiabá, Mato Grosso, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antonia Maria Rosa

    2013-09-01

    Full Text Available A prevalência de sibilância no Brasil é elevada, com variações entre as regiões do país, bem como com fatores de risco diferenciados. Com o objetivo de analisar a prevalência de sibilância e fatores associados em menores de 5 anos em Cuiabá, Mato Grosso, Brasil, realizou-se estudo transversal, cuja amostra constou de 733 crianças. Foi utilizado o instrumento padronizado, resumido do Estudio Internacional de Sibilancias en Lactantes (EISL. Para análise dos fatores associados à sibilância foi aplicada regressão logística com abordagem hierarquizada. A prevalência de sibilância nos últimos 12 meses foi de 43,2%. Foram associados à sibilância: não amamentação ao seio por 6 meses ou mais (OR ajustada = 1,91; IC95%: 1,18-3,06, diagnóstico de asma familiar (OR ajustada = 2,02; IC95%: 1,06-3,87, doença prévia (OR ajustada = 1,81; IC95%: 1,05-3,14 e sexo masculino (OR ajustada = 1,50; IC95%: 1,07-2,11. Concluiu-se que a prevalência de sibilância em crianças dessa faixa etária em Cuiabá é elevada e está associada a fatores relacionados à provável atopia, doença prévia e sexo masculino.

  18. O fator de transcrição NF-kB nos mecanismos moleculares de ação de psicofármacos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Glezer Isaias

    2000-01-01

    Full Text Available Nos últimos anos muitos esforços têm sido empregados para elucidar os mecanismos envolvidos na regulação da transcrição gênica. Moléculas que participam desses processos regulatórios, como os fatores de transcrição, têm recebido atenção especial. A participação desses fatores em diversas funções neurais enfatiza sua importância para a compreensão de distúrbios relacionados ao sistema nervoso central (SNC e para delinear novos caminhos de acesso terapêutico. O fator de transcrição NF-kapaB destaca-se pela sua vasta gama de ações e pelo fato de diversas proteínas estarem integradas na dinâmica de sua ativação. Evidências recentes apontam o envolvimento desse fator na plasticidade, desenvolvimento e neurodegeneração, com funções essenciais e específicas em neurônios e células da glia. Nesse sentido, o glutamato desponta como um ativador específico (tanto via receptores NMDA e AMPA/KA, juntamente com as neurotrofinas. Este artigo aborda a complexa regulação bioquímica do NF-kapaB e destaca as prováveis contribuições provenientes dos novos conhecimentos junto ao campo da psicofarmacologia. Portanto, alterações da atividade do NF-kapaB poderão trazer novas perspectivas no desenvolvimento de novos psicofármacos.

  19. Fatores de risco para doenças cardiovasculares em profissionais de enfermagem: estratégias de promoção da saúde

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Jorge Magalhães

    2014-06-01

    Full Text Available O estudo objetivou identificar os fatores de risco modificáveis e não modificáveis para doenças cardiovasculares presentes nos profissionais de enfermagem, e descrever estratégias de promoção da saúde para o controle e prevenção desses fatores. Estudo documental, quantitativo, realizado com 165 prontuários de profissionais de enfermagem de hospital público de Fortaleza-CE. A análise se deu por estatística descritiva com dados expostos em quadros e tabelas. Nos resultados perceberam-se fatores de risco como antecedentes familiares com hipertensão arterial (72,9%, sedentários (64,9%, peso elevado (56,4%, circunferência abdominal elevada (49,7%, dentre outros. Para estratégias de promoção da saúde podem-se citar: orientações educativas, encaminhamentos e acompanhamento dos dados clínicos. Acredita-se na necessidade de atenção especial para tais profissionais, já que vivenciam uma profissão estressante, enfrentando problemas como insatisfação profissional, falta de reconhecimento financeiro e algumas doenças ocupacionais, o que pode prejudicar a qualidade de vida e dificultar o autocuidado.

  20. Modelo de predição para o volume total de Quaruba (Vochysia inundata ducke via análise de fatores e regressão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mário Diego Rocha Valente

    2011-04-01

    Full Text Available Neste trabalho propôs-se um método para a construção de um modelo de regressão para determinar o Volume de Madeira Total da espécie florestal (Vochysia inundata ducke Quaruba, em função de suas características (Diâmetro à Altura do Peito (DAP, Idade e Altura. O modelo foi determinado utilizando-se a técnica estatística multivariada de Análise de Fatores com do Método das Componentes Principais via Rotação Ortogonal do Tipo Varimax para Extração dos Fatores, procurando contornar o problema da Multicolinearidade. Por fim desenvolveu-se um modelo de Regressão Linear Simples com base nos Escores Fatoriais. O modelo determinado apresentou-se de fácil interpretação e utilização, usando-se um fator e proporcionando um bom ajuste (R² = 96 % aos dados e uma boa capacidade preditiva. Ele atendeu a todas as suposições teóricas para sua existência e utilização.

  1. Prevalência e fatores de risco da infecção humana por Toxocara canis em Salvador, Estado da Bahia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rodrigo Fernandes Souza

    2011-08-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Larva migrans visceral é causada por Toxocara sp e nunca foi estudada na Bahia. Neste trabalho, investigou-se a prevalência e fatores de risco de infecção por Toxocara canis, em indivíduos de Salvador. MÉTODOS: Trezentos e trinta e oito indivíduos foram investigados para presença de anticorpos IgG séricos anti-T. canis. RESULTADOS: IgG anti-T. canis foi mais alta em indivíduos de classe social baixa com maior contato com cães e gatos, indicando que estas variáveis são fatores de risco para esta infecção. CONCLUSÕES: A prevalência de infecção por T. canis foi alta. Os fatores de risco desta infecção encontrados estão de acordo com a literatura.

  2. Fatores motivacionais associados à prática de exercício físico em estudantes universitários

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosimeide Francisco Santos Legnani

    2011-09-01

    Full Text Available O estudo identificou fatores motivacionais associados à prática de exercício físico em estudantes universitários mediante versão traduzida e adaptada do Exercise Motivation Inventory. Metodologia: participaram do estudo 63 sujeitos (20 e 30 anos. Resultados: Os fatores motivacionais mais importantes foram Prevenção de Doenças, Prazer/Bem-Estar e Condição Física. Diferenças significativas entre os gêneros foram observadas em cinco fatores motivacionais: Afiliação (p < 0,01, Competição (p < 0,01, Controle do Peso Corporal (p < 0,04, Reabilitação da saúde (p < 0,03 e Reconhecimento Social (p < 0,05. Conclusão: importantes aspectos motivacionais devem ser considerados em intervenções direcionadas à promoção da prática de exercício físico em estudantes universitários.

  3. Tabagismo como fator de risco para a doença renal crônica: revisão sistemática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ubiracé Fernando Elihimas Júnior

    2014-12-01

    Full Text Available Introdução: A doença renal crônica (DRC e o tabagismo são problemas de saúde pública. Objetivo: Analisar o tabagismo como fator risco para a progressão da DRC. Métodos: Realizou-se uma revisão sistemática nas bases Medline, LILACS, SciELO, Google Acadêmico, Trials.gov e Embase com artigos publicados até fevereiro de 2013. Incluíram-se estudos: tipo coorte, ensaios clínicos e caso-controle. Realizados em seres humanos com idade ≥ 18 anos tendo tabagismo como fator de risco para progressão da DRC. Excluíram-se estudos que não referiam tabagismo e DRC no título ou tinham proposta de combate ao fumo. Resultados: Das 94 citações, 12 artigos foram selecionados. Destes, seis eram multicêntricos realizados em países desenvolvidos e quatro foram aleatorizados. Predominou o sexo masculino 51%-76%. Houve progressão associada ao tabagismo em 11 estudos. Identificou-se que o consumo ≥ 15 maços/ ano aumenta o risco de progressão da DRC. Conclusão: Tabagismo é fator de risco para progressão da DRC.

  4. Fatores ambientais sobre escores de avaliação visual à desmama em bezerros angus criados no Rio Grande do Sul

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cardoso Fernando Flores

    2001-01-01

    Full Text Available Os objetivos deste estudo foram determinar a importância dos efeitos de idade da vaca (IV, sexo (S e idade do bezerro (ID, mês de nascimento (M e a interação entre idade da vaca e sexo (IV*S sobre escores de avaliação visual (EV para conformação (CD, precocidade (GD, musculatura (MD e tamanho (TD à desmama, de bovinos Angus, e estimar fatores de correção para esses efeitos. Foram utilizados 11.863 registros coletados pelo Programa de Melhoramento de Bovinos de Carne - PROMEBO, durante os anos de 1989 a 1997. Os dados foram analisados por meio do PROC MIXED do SAS. O modelo incluiu os efeitos de grupo de contemporâneos, M, IV, S, ID (linear e quadrático, IV*S e o efeito aleatório do touro. A partir das médias ajustadas de CD, GD, MD e TD, foram estimadas equações de regressão para M e IV*S. Os EV apresentaram resposta aos efeitos de IV, S e ID similar à do ganho de peso na fase de desmama. A idade do bezerro foi o fator responsável pelas maiores variações não-genéticas nos EV. Fatores de correção para ajuste de IV, ID e data juliana do nascimento foram propostos.

  5. Formulação Estratégica e Fatores Isomórficos: Análise do Arranjo Produtivo Local de Malhas de Imbituva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Cesar Garcia Freitas

    2013-06-01

    Full Text Available O presente artigo se propõe a descrever os fatores isomórficos presentes nas interações organizacionais junto ao Arranjo Produtivo Local de Malhas da cidade de Imbituva. Fatores estes, segundo a perspectiva institucional, que influenciam o processo de formulação estratégica das organizações. Para a realização do estudo foi utilizada uma pesquisa documental de caráter descritiva e natureza qualitativa. Pelas análises realizadas conclui-se que as organizações sofrem influências de fatores isomórficos coercitivos, miméticos e normativos. Ainda é possível inferir que ao mesmo tempo em que as ações do APL promovem o desenvolvimento das atividades, por outro lado acaba limitando a ação autônoma das organizações em virtude das dependências criadas em relação ao acesso de recursos e conhecimentos, assim como, na redução de custos em função dos ganhos de escala por meio da força da coletividade. DOI:10.5585/riae.v12i1.1784

  6. Emprego do modelo superparametrizado em experiemento fatorial desbalanceado com dois fatores Overparameterized model for an unbalanced factorial experiment with two factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliana Mara Manso

    2006-04-01

    Full Text Available Na pesquisa agropecuária é comum o estudo de vários fatores e freqüentemente ocorrem perdas de observações, constituindo assim um experimento desbalanceado. É necessário conhecer as hipóteses testadas através dos sistemas estatísticos e ocorrendo caselas vazias a interpretação é ainda mais complexa, pois geralmente, as hipóteses sobre os efeitos principais de um dos fatores contêm os efeitos principais de outros fatores e os efeitos de interações. Adotando o modelo superparametrizado, com este trabalho, objetivou-se desenvolver esquemas de análises de variâncias de dados desbalanceados e/ou com caselas vazias, identificar e interpretar as hipóteses associadas às somas de quadrados através do procedimento General Linear Models (GLM do Statistical Analysis System (SAS, que provêm quatro tipos de somas de quadrados. Foram analisados dois casos distintos, utilizando dados referentes ao peso comercial de cenoura, provenientes de experimento inteiramente ao acaso, tendo como fatores cultivares e fases da lua como épocas de plantio. Em face aos resultados obtidos, verificou-se que, quando os dados são desbalanceados, as funções estimáveis de um fator envolvem os parâmetros relativos ao fator e os componentes das interações nas quais o fator está presente; as somas de quadrados do tipo III equivalentes as do tipo IV e a ordenação dos fatores principais não afeta as hipóteses do tipo I. Entretanto, quando ocorreram caselas vazias no modelo com dois fatores, os quatro tipos de somas de quadrados para o fator principal de entrada foram diferentes e; a ordenação é fundamental para obtenção das hipóteses do tipo I. Quando ocorrem perdas de parcelas, a identificação das funções estimáveis é complexa e as hipóteses ficam de difícil interpretação. Nas funções estimáveis de interações ocorrem parâmetros da própria interação. Diferenças entre níveis do fator A somente podem ser estimados na presen

  7. Ocorrência de dor lombar e fatores associados em crianças e adolescentes de uma escola privada do sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Torres de Lemos

    2013-11-01

    Full Text Available Estudos têm demonstrado que indivíduos que apresentam dor lombar na infância e adolescência são acometidos também na vida adulta, reforçando a importância de que as causas sejam investigadas desde a idade escolar. Avaliou-se a ocorrência de dor lombar e fatores associados em 770 escolares de 7 a 17 anos de idade de uma escola privada de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil. A dor lombar foi definida como dor ou desconforto na região lombar no último mês e avaliada por meio de questionário. A ocorrência de dor lombar foi de 31,6%, sendo mais prevalente no sexo feminino (41,9% do que no masculino (21,4%. Os fatores associados à dor lombar foram sexo feminino, idade de 9 a 17 anos e os aspectos psicossociais hiperatividade (categorias limítrofe e anormal e sintomas emocionais (categoria anormal. O mapeamento da ocorrência de dor lombar, bem como a investigação de seus fatores associados é de fundamental importância para a identificação de crianças e adolescentes em risco e para o desenvolvimento de programas eficazes de prevenção primária.

  8. Fatores determinantes da retenção de peso no pós-parto: uma revisão da literatura

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kac Gilberto

    2001-01-01

    Full Text Available Este trabalho constitui-se em uma revisão de literatura sobre fatores determinantes da retenção de peso em mulheres no pós-parto. Os resultados da revisão demonstraram que os principais fatores determinantes incluem o ganho de peso gestacional e a intensidade da lactação. Diversos estudos demonstraram que quanto maior o ganho de peso durante a gestação, maior a retenção de peso no pós-parto. O fumo esteve associado a uma menor retenção, enquanto a lactação só exerceu efeito protetor para a retenção de peso em alguns estudos. Diversos fatores, como a atividade física, o consumo de alimentos, a idade de menarca, número de abortos e o trabalho materno, ainda não foram devidamente estudados. Conclui-se que são escassos os estudos sobre mudanças de peso no pós-parto, o que sugere a realização de novos trabalhos sobre o tema, especialmente em países em desenvolvimento onde a obesidade ainda é pouco estudada.

  9. Prevalência de lesões em corredores de rua e fatores associados: revisão sistemática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Danilo Gonçalves

    2016-09-01

    Full Text Available Objetivo: verificar a prevalência de lesões em corredores de rua, os tipos de lesões, as regiões mais acometidas e quais são os fatores associados. Método: foi realizada uma revisão sistemática nas bases de dados SciELO e LILACS. Foram incluídos estudos que abordaram as lesões em corredores de rua, atletas e amadores, adultos, de ambos os sexos, independente da raça ou classe social. Resultados: a busca de artigos identificou 99 estudos. Após aplicação dos critérios de exclusão, 6 estudos foram incluídos na presente revisão sistemática. A prevalência de lesões encontrada foi de 44%, sendo os principais tipos tendinopatias e distensões musculares e o principal local o joelho, os fatores associados às lesões foram intrínsecos e extrínsecos. Considerações finais: conclui-se que quase a metade dos praticantes relatou ter sofrido lesões, o que é preocupante, tendo em vista que as lesões limitam a prática do esporte portanto, fatores como a especificidade do treinamento devem ser observados para a prática saudável e segura da corrida de rua.

  10. CONHECIMENTO DOS TRABALHADORES DA INDÙSTRIA METAL-MECÂNICA SOBRE FATORES DE RISCO PARA DOENÇA ARTERIAL CORONARIANA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silvia Bohrer Oliva

    2011-01-01

    Full Text Available RESUMO: Objetivo: identificar o conhecimento dos trabalhadores da indústria metalmecânica em relação aos fatores de risco para doença arterial coronariana (DAC e às atitudes voltadas a sua prevenção. Métodos: estudo com delineamento transversal, realizado com um grupo de trabalhadores da indústria metal-mecânica do sul do Brasil. A amostra foi por conveniência. Os dados foram coletados por meio de um questionário e verificação de medidas antropométricas. Análise descritiva. Resultados: foram incluídos 100 trabalhadores, com idade média de 29,0+10,16 anos, 66% homens. A obesidade foi considerada como fator de risco para DAC por 94% dos trabalhadores, a hipertensão arterial por 88% e hipercolesterolemia por 80%. Em relação às atitudes para prevenção da DAC, 51% da amostra referiram praticar atividade física. Conclusão: a maioria dos entrevistados conhece os principais fatores de risco para DAC. Contudo, as atitudes voltadas à prevenção ainda são limitadas.

  11. Reprodutibilidade de informações em estudo de fatores de risco para o diabetes mellitus insulino-dependente

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suely Godoy Agostinho Gimeno

    1997-10-01

    Full Text Available Examina-se, em uma subamostra de 38 casos e 38 controles de um estudo sobre os fatores de risco para o diabetes mellitus insulino-dependente, a reprodutibilidade de informações obtidas para as variáveis escolaridade da mãe e do pai, peso e comprimento da criança ao nascer, história de episódios graves de diarréia, tempo de aleitamento ao seio e idade da introdução de leite de vaca na alimentação infantil, selecionadas a partir do questionário padronizado utilizado em visita domiciliar. A repetição das perguntas foi feita por telefone. A concordância entre as respostas da primeira e segunda entrevista foi verificada mediante a utilização da estatística kappa (variáveis categóricas e do coeficiente de correlação intraclasse (variáveis quantitativas, para casos e controles separadamente. Os resultados levam a aceitar as informações como reprodutíveis.

  12. Reprodutibilidade de informações em estudo de fatores de risco para o diabetes mellitus insulino-dependente

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gimeno Suely Godoy Agostinho

    1997-01-01

    Full Text Available Examina-se, em uma subamostra de 38 casos e 38 controles de um estudo sobre os fatores de risco para o diabetes mellitus insulino-dependente, a reprodutibilidade de informações obtidas para as variáveis escolaridade da mãe e do pai, peso e comprimento da criança ao nascer, história de episódios graves de diarréia, tempo de aleitamento ao seio e idade da introdução de leite de vaca na alimentação infantil, selecionadas a partir do questionário padronizado utilizado em visita domiciliar. A repetição das perguntas foi feita por telefone. A concordância entre as respostas da primeira e segunda entrevista foi verificada mediante a utilização da estatística kappa (variáveis categóricas e do coeficiente de correlação intraclasse (variáveis quantitativas, para casos e controles separadamente. Os resultados levam a aceitar as informações como reprodutíveis.

  13. Prevalência e fatores associados ao indicativo de depressão entre idosos residentes na zona rural

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pollyana Cristina dos Santos Ferreira

    2013-04-01

    Full Text Available O presente estudo objetivou verificar a prevalência de idosos com indicativo de depressão, segundo sexo e faixa etária, e identificar os fatores associados ao indicativo de depressão. Estudo analítico, transversal e observacional, realizado com 850 idosos residentes na zona rural de um município de Minas Gerais. Para a análise dos dados aplicou-se a fórmula de taxa de prevalência e o modelo de regressão logística (p<0,05. O Projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos. A prevalência de indicativo de depressão correspondeu a 22%, com maior ocorrência entre o sexo feminino e na faixa etária entre 60├70 anos. O sexo feminino, o maior número de comorbidades e de incapacidade funcional para o desempenho de atividades instrumentais da vida diária permaneceram associados ao indicativo de depressão. Esses resultados reforçam a necessidade de se implementarem ações de promoção de saúde e prevenção de agravos, com enfoque para a depressão.

  14. Prevalência de não adesão à farmacoterapia anti-hipertensiva e fatores associados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mayckel da Silva Barreto

    2015-02-01

    Full Text Available Objetivo: verificar a prevalência da não adesão ao tratamento medicamentoso anti-hipertensivo e sua associação com fatores biosócio-econômicos e assistenciais. Método: pesquisa descritiva de corte transversal, realizada com 422 indivíduos hipertensos. As informações foram coletadas, por meio de entrevistas domiciliares realizadas entre dezembro de 2011 e março de 2012. Resultados: os resultados demonstraram que os entrevistados eram, em sua maioria, do sexo feminino, casados, idosos, com baixa renda familiar e pouco tempo de diagnóstico. Foram considerados não aderentes ao tratamento medicamentoso 42.65% dos participantes. Os hipertensos não brancos, com menos de oito anos de estudo, que não frequentavam as consultas médicas; utilizavam mais de duas medicações anti-hipertensivas e que não possuíam plano de saúde apresentaram maiores chances de não aderirem à farmacoterapia. Conclusão: esses achados reforçam que hipertensos com características socioeconômicas desfavoráveis e dificuldade de acesso ao serviço necessitam de intervenções diferenciadas, a fim de estimulá-los a aderirem ao tratamento medicamentoso.

  15. Which factors could explain the low birth weight paradox? Quais fatores podem explicar o paradoxo do baixo peso ao nascer?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antônio Augusto Moura da Silva

    2006-08-01

    ão Preto (SP e em São Luís (MA, cujas taxas de baixo peso ao nascer eram 10,7% e 7,6%, respectivamente. Foram analisados dados de duas coortes de nascimentos: 2.839 recém-nascidos em Ribeirão Preto em 1994 e 2.439 em São Luís em 1997/98. Foi realizada análise de regressão logística múltipla, ajustada para efeito de confusão. RESULTADOS: Os fatores de risco associados em São Luís foram primiparidade, idade materna menor que 18 anos e tabagismo materno. Em Ribeirão Preto, os fatores de risco foram: renda familiar entre um e três salários-mínimos, idade materna menor que 18 e igual ou maior que 35 anos, tabagismo materno e parto cesáreo. Em modelo conjunto incluindo ambas as coortes, Ribeirão Preto apresentou risco 45% maior para em relação a São Luís. Quando ajustado para tabagismo materno, o excesso de risco em Ribeirão Preto, reduziu-se em 49%, mas o intervalo de confiança esteve marginalmente significante. Diferenças nas taxas de cesárea entre as duas cidades contribuíram para explicar uma porção adicional desse paradoxo. CONCLUSÕES: O tabagismo materno foi o fator de risco mais importante capaz de explicar a diferença no baixo peso ao nascer entre as duas cidades. Os outros fatores pouco contribuíram para explicar a diferença nas taxas de baixo peso ao nascer.

  16. Fatores associados ao óbito de motociclistas nas ocorrências de trânsito

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nelson Luiz Batista de Oliveira

    2012-12-01

    Full Text Available Para identificar fatores associados ao óbito em motociclistas envolvidos em ocorrências de trânsito, em Maringá-PR, foi realizado estudo retrospectivo incluindo os motociclistas envolvidos em acidentes no ano de 2004. As fontes de dados foram os registros da Polícia Militar, do SIATE e do Instituto Médico Legal. Foram realizadas análises bivariadas e regressão logística binária. Identificaram-se 2.362 motociclistas nos Boletins de Ocorrência e, destes, 1.743 tinham registros nos Relatórios de Atendimento do Socorrista. As vítimas fatais diferiram das demais quanto à faixa etária, ao local de residência, ao tempo de habilitação e as suas condições fisiológicas na cena da ocorrência. No modelo final permaneceram as seguintes variáveis: Escala de Coma de Glasgow (ECGl, Revised Trauma Score (RTS, pulso e saturação de O2 no sangue. As condições fisiológicas das vítimas na cena do acidente se destacaram no modelo final e a ECGl superou o RTS na associação com óbito.

  17. Fatores de risco associados à saúde dos dentistas – uma abordagem epidemiológica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Klaus Loges

    2005-07-01

    Full Text Available A odontologia é uma profissão que impõe ao seu praticante uma série de fatores capazes de alterar as condições de trabalho do ponto de vista sócio-psico-fisiológico e organizacional. Este estudo tem como objetivo contribuir para o entendimento das questões relacionadas ao trabalho dos cirurgiões-dentistas e suas repercussões sobre sua vida laboral. A metodologia empregada foi baseada em entrevistas dirigidas, nas quais foram aplicados um questionário e um exame físico-funcional em cem dentistas (51 mulheres e 49 homens. Os achados indicaram que tanto homens como mulheres  dentistas apresentaram problemas de origem músculo-esquelética relacionados ao trabalho  em sedestração. Além disso, apesar de diferenças no método de coleta dos dados, os resultados deste estudo são compatíveis com a literatura internacional, onde os dentistas homens referem menos dores e desconforto do que as mulheres.

  18. O Engajamento Paterno como Fator de Regulação da Agressividade em Pré-Escolares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lauren Beltrao Gomes

    2013-04-01

    Full Text Available Este estudo teve por objetivo investigar o engajamento paterno como fator de regulação da agressividade em crianças de quatro a seis anos de idade. Cinquenta pais responderam a questionários sobre seu engajamento com os filhos e dados sociodemográficos e 26 educadoras responderam questionários acerca do desenvolvimento social das crianças. Foram realizadas análises descritivas e inferenciais. Constatou-se que os pais estão engajados com seus filhos e realizam com maior frequência atividades referentes a suporte emocional, disciplina e jogos físicos. O pai com maior jornada de trabalho é menos engajado e quanto mais ele se dedica aos cuidados básicos e às tarefas de casa, menos os filhos apresentam problemas de externalização. Políticas e programas de apoio ao envolvimento paterno são essenciais para a transformação e consolidação da responsabilidade masculina com relação aos filhos e para a prevenção da agressividade persistente.

  19. Factors affecting vegetable stand establishment Fatores que afetam o estabelecimento do estande em hortaliças

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    E. M. Grassbaugh

    1998-01-01

    Full Text Available Several factors can influence stand establishment in vegetable crop production. Environmental conditions such as soil physical characteristics, temperature and moisture, various cultural practices, and diseases may all be limiting factors in establishing maximum stands and achieving the highest possible yields. Measures taken to increase stands include soil improvements, implementing cultural practices, and use of chemical and biological seed treatments. Combining seed treatments and cultural/tillage practices to minimize environmental constraints can lead to maximum stands and yields in the production of high quality vegetable crops.Diversos fatores podem afetar o estabelecimento das plântulas de hortaliças. Condições de ambiente, tais como as características físicas do solo, temperatura e disponibilidade de água, práticas culturais e doenças podem ser limitantes para a obtenção de estandes adequados e máximo rendimento. Procedimentos destinados a beneficiar o estabelecimento das plântulas incluem o preparo do solo, a técnica cultural adequada e o tratamento químico e biológico das sementes. Para a produção de hortaliças de alta qualidade, a associação do tratamento das sementes com práticas culturais adequadas minimiza os efeitos adversos do ambiente e permite alcançar máximo estande e rendimento.

  20. Genes relacionados ao metabolismo dos fosfolípides como fatores de risco para o transtorno afetivo bipolar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Meira-Lima Ivanor V

    2003-01-01

    Full Text Available Os estudos de epidemiologia genética fornecem consistente evidência de que o componente genético tem um papel preponderante no risco para o Transtorno Afetivo Bipolar (TAB, embora genes de vulnerabilidade ainda não tenham sido identificados de forma inequívoca. Nesta atualização os autores apresentam dados demonstrando que os fosfolípides exercem um relevante papel nos processos de sinalização intracelular e que estudos da neuroquímica dos estabilizadores do humor convergem em apontar para uma ação destas drogas nas vias de transdução de sinais reguladas pelas fosfolipases. Concluem que investigações de variantes nos genes que codificam enzimas do metabolismo dos fosfolípides como potenciais genes de susceptibilidade podem ampliar o conhecimento acerca dos fatores de risco e dos mecanismos fisiopatológicos envolvidos no surgimento destes transtornos do humor.

  1. Fatores e motivação para o consumo de bebidas alcoólicas na adolescência

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Keila do Carmo Neves

    2015-06-01

    Full Text Available Objetivo: Objetivou-se identificar os fatores que influenciam os adolescentes ao consumo de bebidas alcoólicas, suas motivações e seus saberes sobre esta prática. Métodos: Pesquisa quali-quantitativa, convergente-assistencial realizada com 21 adolescentes da cidade do Rio de Janeiro, com idade entre 12 e 18 anos. Realizou-se entrevista semiestruturada e aplicação de um formulário com perguntas fechadas. Resultados: Os resultados mostraram que 18 deles consumiam bebidas alcoólicas, a cerveja é a principal bebida consumida e a diversão, a companhia de amigos e a fuga da realidade são as principais finalidades para o consumo. Conheciam os riscos para si e para os outros, com deterioração do convívio social. Conclusão: A facilidade de acesso incentiva o consumo do álcool e, apesar de conhecerem alguns dos riscos, consomem as bebidas, geralmente, em grupos.

  2. Fatores associados ao óbito de motociclistas nas ocorrências de trânsito

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nelson Luiz Batista de Oliveira

    Full Text Available Para identificar fatores associados ao óbito em motociclistas envolvidos em ocorrências de trânsito, em Maringá-PR, foi realizado estudo retrospectivo incluindo os motociclistas envolvidos em acidentes no ano de 2004. As fontes de dados foram os registros da Polícia Militar, do SIATE e do Instituto Médico Legal. Foram realizadas análises bivariadas e regressão logística binária. Identificaram-se 2.362 motociclistas nos Boletins de Ocorrência e, destes, 1.743 tinham registros nos Relatórios de Atendimento do Socorrista. As vítimas fatais diferiram das demais quanto à faixa etária, ao local de residência, ao tempo de habilitação e as suas condições fisiológicas na cena da ocorrência. No modelo final permaneceram as seguintes variáveis: Escala de Coma de Glasgow (ECGl, Revised Trauma Score (RTS, pulso e saturação de O2 no sangue. As condições fisiológicas das vítimas na cena do acidente se destacaram no modelo final e a ECGl superou o RTS na associação com óbito.

  3. Risk factors for hidradenitis suppurativa: a pilot study Fatores de risco para hidradenite supurativa: um estudo piloto

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliano Vilaverde Schmitt

    2012-12-01

    Full Text Available The hidradenitis suppurativa is a chronic debilitating inflammatory disease whose etiology is not fully understood. We conducted a pilot case-control study matched by sex and age with other dermatological patients to analyze possible risk factors associated with this disease. We included 15 cases and 45 controls, 67% were women. Bivariate and multivariate logistic regression analysis identified significant association with smoking, higher body mass index and family history. The use of hormonal contraceptives was less frequent in women with hidradenitis.A hidradenite supurativa é uma doença inflamatória crônica debilitante de etiologia parcialmente compreendida. Realizamos um estudo piloto tipo caso-controle pareado por sexo e idade com outros pacientes dermatológicos para analisar prováveis fatores de risco associados a esta doença. Incluímos 15 casos e 45 controles, sendo 67% mulheres. Análise bivariada e multivariada por regressão logística identificou associação significativa com tabagismo, índice de massa corporal mais elevado e história familiar. O uso de contraceptivos hormonais foi menos frequente nas portadoras de hidradenite.

  4. Fatores associados ao consumo de dietas ricas em gordura em adultos de uma cidade no sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Airton José Rombaldi

    2014-05-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi descrever a frequência de consumo de dieta rica em gordura por adultos de 20 a 69 anos de Pelotas, RS, e analisar fatores associados. Foi realizado um estudo transversal de base populacional, incluindo 972 adultos. A frequência do consumo de gordura alimentar no ano anterior à pesquisa foi avaliada pelo questionário de Block, composto por quinze itens alimentares, pontuados de acordo com a frequência de consumo de alimentos com elevados teores de gordura. Cerca de 1/3 da população adulta (32,7% consumia regularmente dieta rica em gordura. Para ambos os sexos, o consumo regular de gordura mostrou-se associado a idades mais jovens e consumo regular de refrigerantes e, somente para homens, aos níveis econômicos A/B. A frequência do consumo regular de alimentos ricos em gordura na população adulta residente no município de Pelotas encontra-se além das recomendações atuais do Ministério da Saúde. Políticas públicas que estimulem uma alimentação saudável são urgentemente necessárias.

  5. Hospital Amigo da Criança: prevalência de aleitamento materno exclusivo aos seis meses e fatores intervenientes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sonia Fontes Figueredo

    2013-12-01

    Full Text Available O objetivo da pesquisa foi identificar o padrão de aleitamento materno exclusivo nos primeiros seis meses de vida de crianças nascidas em um Hospital Amigo da Criança e os fatores que contribuíram para o desmame precoce. Estudo de coorte prospectivo com 261 mães e crianças. Os dados foram avaliados utilizando-se a análise de sobrevivência através da construção da curva de Kaplan-Meier e teste de Log-Rank para a análise univariada. Foi realizada análise multivariada utilizando-se o modelo de Regressão de Cox com riscos proporcionais. Ao longo dos seis meses, o aleitamento materno exclusivo praticado com 30, 90, 120, 150 e 180 dias foi 75%, 52%, 33%, 19% e 5,7%, respectivamente. Na análise multivariada, as variáveis que mostraram risco para o desmame precoce foram a intercorrência mamária hospitalar e, na consulta de retorno, a posição inadequada e a associação das duas anteriores. A Iniciativa Hospital Amigo da Criança favoreceu o aleitamento materno exclusivo.

  6. Fatores genéticos e ambientais na manifestação do transtorno bipolar Genetic and environmental factors in bipolar disorder

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leandro Michelon

    2005-01-01

    Full Text Available O transtorno bipolar (TB possui alta prevalência na população mundial e causa perdas significativas na vida dos portadores. É uma doença com importante fator genético, cuja herança se caracteriza por mecanismos complexos de transmissão envolvendo múltiplos genes que estão sob influência de inúmeros fatores ambientais. Várias estratégias de investigação genética têm sido utilizadas para identificar genes determinantes de vulnerabilidade ao TB. Estudos com gêmeos, de ligação e de associação permitiram caracterizar a herdabilidade dessa doença, identificar regiões cromossômicas potencialmente associadas ao TB e avaliar a contribuição de genes candidatos na sua etiologia. Em virtude da complexidade do modo de transmissão do TB e de sua heterogeneidade fenotípica muitas dificuldades são encontradas na identificação desses genes. Paralelamente, estudos psicossociais apontam para fatores ambientais de relevância no desencadeamento do TB. Com a compreensão crescente dos mecanismos epigenéticos de controle da expressão gênica, incluindo a interação do genoma com fatores ambientais, e a abordagem dimensional dos transtornos mentais, abrem-se perspectivas promissoras de pesquisas futuras para elucidar os fatores envolvidos na manifestação do transtorno bipolar.Bipolar disorder (BD is a highly prevalent mental disease worldwide. This disorder has a genetic inheritance characterized by complex transmission mechanisms involving multiple genes under the influence of several environmental factors. Many investigation strategies have been put forward in order to identify BD susceptibility genes. Twin, linkage and association studies have contributed to the characterization of its herdability through the identification of genomic regions potentially linked to BD and the candidate genes investigation approach. Because of the complexity of the transmission pattern for BD and its phenotypic heterogeneity many difficulties

  7. Associação entre medidas antropométricas e fatores de risco cardiovascular em crianças e adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Miria Suzana Burgos

    2013-10-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A obesidade tem sido identificada como importante fator de risco no desenvolvimento de doenças cardiovasculares, porém outros fatores exercem influência, combinados ou não à obesidade, e devem ser considerados na estratificação de risco cardiovascular em pediatria. OBJETIVO: Analisar a associação entre medidas antropométricas e fatores de risco cardiovascular, investigar os determinantes para as mudanças da pressão arterial (PA e propor uma equação de predição para circunferência de cintura (CC em crianças e adolescentes. MÉTODOS: Foram avaliadas 1.950 crianças e adolescentes, com idade entre 7-18 anos. Foi investigada a gordura visceral pela CC e a relação cintura-quadril, PA e índice de massa corporal (IMC. Em uma subamostra selecionada aleatoriamente desses voluntários (n = 578, foram medidos o colesterol total, a glicemia e os triglicerídeos. RESULTADOS: A CC se correlacionou positivamente com o IMC (r = 0,85; p < 0,001 e a PA (PAS r = 0,45 e PAD = 0,37; p < 0,001. A glicemia e os triglicerídeos apresentaram correlação fraca com a CC (r = 0,110; p = 0,008 e r = 0,201; p < 0,001, respectivamente. O colesterol total não se correlacionou com nenhuma variável. Idade, IMC e CC foram preditores significativos nos modelos de regressão para PA (p < 0,001. Propõe-se uma equação de predição da CC para crianças e adolescentes: meninos: y = 17,243 + 0,316 (altura em cm; meninas: y = 25,197 + 0,256 (altura em cm. CONCLUSÃO: A CC está associada com fatores de risco cardiovascular e apresenta-se como fator preditor de risco para hipertensão em crianças e adolescentes. A equação de predição para CC proposta em nosso estudo deve ser testada em futuros trabalhos.

  8. Efeito do fator XIII da coagulação na cicatrização da pele de ratos em uso de corticosteróide

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aldo da Cunha Medeiros

    Full Text Available OBJETIVOS: Observar o efeito do fator XIII da coagulação (Fibrogamin® na cicatrização de feridas incisas da pele de ratos tratados com corticosteróide. Foi feita a avaliação quanto ao aspecto histopatológico dos tecidos em cicatrização e sua resistência à tensão. MÉTODO: Foram utilizados 40 ratos Wistar, divididos em quatro grupos. No grupo A (n=10, foi administrado corticosteróide. No grupo B (n=10 foi usado corticosteróide e fator XIII. No grupo C (n=10 foi injetado fator XIII e no grupo D (n=10 foi administrado placebo (controle. A resistência à tensão foi medida através de tensiômetro computadorizado e as alterações histopatológicas quantificadas por análise digital. RESULTADOS: Ocorreu uma significativa diminuição da resistência da ferida de pele no grupo A (523,6gf, quando comparado com o controle (1480,4gf. No grupo B (868,8gf notou-se significativa diferença em relação ao grupo A (p<0,0001. O grupo C não mostrou diferença (p=0,067 em relação ao grupo controle (D, entretanto foram observadas diferenças significativas quando comparados os grupos A e C; A e D (p<0,0001. A análise da densidade do colágeno e de células inflamatórias revelou as mesmas diferenças observadas na resistência à tensão. CONCLUSÕES: Foi observado que a ação do corticosteróide dificultou a cicatrização da pele de ratos e diminuiu a resistência à tensão, ação revertida pelo uso do fator XIII . A utilização do fator XIII sem uso de corticosteróide não demonstrou ação de melhora nos resultados da cicatrização em relação ao controle.

  9. Análise de sobrevida e fatores prognósticos de pacientes pediátricos com tumores cerebrais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Orlandira L. de Araujo

    2011-10-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Realizar análise de sobrevida e avaliar, através de análise multivariada, a influência de diversas variáveis na sobrevida, definindo fatores prognósticos de pacientes pediátricos com tumores do sistema nervoso central (SNC tratados em um único centro. MÉTODOS: Analisamos, retrospectivamente, a sobrevida de 103 crianças portadoras de tumores cerebrais primários, diagnosticadas consecutivamente no período entre janeiro de 2000 e dezembro de 2006. Análise multivariada de fatores influenciando a sobrevida global por regressão de Cox foi usada para definir possíveis fatores prognósticos. RESULTADOS: A mediana e a média de idade foram de 7,2 e 7,6 anos. Houve predominância do sexo masculino (relação 1,22:1. A maioria dos pacientes tinha meduloblastoma ou tumores neuroectodérmicos primitivos (PNET, 38% ou astrocitomas de baixo grau (18%. As topografias mais comuns foram cerebelar (49% e tronco cerebral (21%. A sobrevida, 5 anos após o diagnóstico, foi de 84% para astrocitomas de baixo grau e 51% para meduloblastomas e PNET. Fatores prognósticos para a sobrevida global foram histopatológico (astrocitomas de alto grau e ependimomas, razão de risco entre 3,7 e 3,9, cirurgia (razão de risco 0,5 para tumores completamente ressecados e radioterapia (razão de risco 0,5 para pacientes que receberam radioterapia. CONCLUSÕES: A sobrevida global de pacientes pediátricos com tumores cerebrais neste estudo é comparável àquela dos registros populacionais dos Estados Unidos e Europa. Os fatores de prognóstico definidos para sobrevida global também se assemelham àqueles previamente publicados.

  10. Mudança na produtividade dos fatores de produção da cafeicultura nas principais regiões produtoras do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marília F. Maciel Gomes

    2005-12-01

    Full Text Available Neste trabalho, estudam-se a transformação no comportamento produtivo da cafeicultura e as relações existentes no mercado de fatores nos Estados de Minas Gerais e São Paulo, no período de 1975 a 2001. Especificamente, avalia-se a sensibilidade do uso dos insumos a alterações nos preços, assim como a interdependência no mercado dos fatores produtivos. Para tanto, utilizou-se a elasticidade de substituição de Allen. As despesas com insumos e mão-de-obra apresentaram as maiores parcelas dos custos operacionais unitários de produção em Minas Gerais e São Paulo. Em relação à substitutibilidade/complementaridade entre os fatores em Minas Gerais, nota-se que havia relação de complementaridade entre aluguel da terra e operações com máquinas, terra e mão-de-obra, e entre máquinas e insumos, e relação de substitutibilidade entre os demais fatores. Já no Estado de São Paulo, observa-se que os fatores aluguel da terra e mão-de-obra foram complementares e os demais substitutos entre si.This paper aimed to study the production behavior of the coffee production and the existing relationships in the factor markets in the States of Minas Gerais and São Paulo, during the period from 1975 to 2001. Specifically, it is evaluated the sensitiveness of the input use in response to price changes, as well as the interdependence with the production factor market. For that, the Allen elasticity of substitution approach was used. The input and labor expenditures presented the highest share of the average operational production costs in Minas Gerais and São Paulo. With respect to the substitutability/complementarity among the production factors in the Minas Gerais State, the result suggested that there was a complementarity relationship between land rent and machinery operations; land and labor; machinery and input uses, and a substitutability relationship among the other production factors. On the other hand, for the São Paulo State, it

  11. A instituição asilar como fator potencializador da disfagia The asylum as worsening factor for dysphagia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Maria Furkim

    2010-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: verificar se as condições referentes à estrutura geral dos asilos, recursos humanos e rotinas diárias de alimentação em instituições asilares, podem potencializar alterações da dinâmica da deglutição em idosos. MÉTODOS: foi aplicado questionário aos dirigentes de cinco instituições asilares do município do Rio de Janeiro, no qual constavam perguntas em relação aos recursos materiais, humanos e rotina alimentar. RESULTADOS: o asilo do sistema privado foi o único a aproximar-se das condições ideais da estrutura geral para o atendimento do idoso. Em relação aos recursos humanos existentes, nenhum dos asilos possuía todos os profissionais exigidos pela portaria nº810/89. Em relação às rotinas diárias de alimentação, em uma das instituições pesquisadas, cuja maioria dos residentes não faziam uso de próteses dentárias, não havia restrição na consistência alimentar oferecida. Outro fator significativo diz respeito à negligência referente à higiene bucal, favorecendo a colonização de bactérias na cavidade oral, podendo agravar infecções pulmonares no caso de microaspirações. O fato dos idosos deitarem para dormir logo após o término das refeições, como ocorrido em três das instituições pesquisadas, tem grande importância na medida em que favorece a ocorrência de episódios de refluxo gastroesofágico. CONCLUSÃO: foram observados que em todas as instituições pesquisadas há fatores que podem potencializar um distúrbio de deglutição, como problemas em relação à estrutura geral e ou aos recursos humanos e ou relativos à rotina alimentar estabelecida.PURPOSE: to check if the conditions related to general structure, human resources and daily routine of feeding in asylums can increase the chances for an alteration in the deglutition process of the elderlies. METHODS: a questionnaire was elaborated to be applied to the directors of five institutions in the city of Rio de Janeiro

  12. Fatores que contribuem para o desmame precoce Factores que contribuyen para el destete precoz Factors that contribute to early weaning

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mirella Teixeira Joca

    2005-12-01

    Full Text Available A interrupção prematura da amamentação pode acarretar perigos, pois os alimentos a serem utilizados são inadequados do ponto de vista nutricional, além de expor a criança a organismos infecciosos. Torna-se relevante investigar os fatores relacionados ao desmame precoce. Pesquisa exploratória e quantitativa, realizada no Centro de Desenvolvimento da Família (CEDEFAM, no período de maio a junho/2003, com 20 nutrizes, no qual foi aplicado um questionário contendo 12 questões sobre os motivos que as levaram a desmamarem precocemente. Os resultados foram agrupados em três segmentos: fatores de desmame relacionados com o perfil; a assistência pré-natal e o parto; e prática do aleitamento materno, e apresentados em forma de tabelas. Concluímos que os profissionais e a sociedade podem não estar preparados para favorecer a mulher no exercício da amamentação. Enquanto isso, a política de saúde não cria condições para que todos tenham acesso à educação, melhoria de renda e conscientização do planejamento familiar.La interrupción precoz del destete puede resultar en peligros, pues los alimentos utilizados son considerados por los nuticionistas como inadecuados, además de exponer al niño a organismos infecciosos. Es muy importante investigar los factores relacionados al desmame. Investigación exploratoria y cuantitativa, realizada en una Unidad de Desarrollo de la Família (CEDEFAM, en el período de mayo hasta junio/2003, con 20 nutrices, cuando fue aplicado un cuestionardo com 12 cuestiones sobre los motivos que que las llevaron al destete precoz. Los resultados fueron agrupados en tres segmentos: factores de destete relacionados con el perfil; la asistencia prenatal y el parto; y práctica de la amamantación materna, y presentados en forma de tabelas. Concluimos que los profesionales y la sociedad pueden no estar preparados para faborecer la mujer en amamantación. Mientras eso ocurre, la política de salud no crea

  13. Adenomas colorretais: fatores de risco associados à displasia de alto grau Colorectal adenomas: risk factors for high-grade dysplasia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Julia Schmidt Silva

    2009-06-01

    Full Text Available FUNDAMENTOS: O estudo dos pólipos, em especial os adenomatosos, é relevante devido à correlação direta com o carcinoma colorretal. Objetivo: Analisar quais são os fatores de risco para uma displasia de alto grau do pólipo adenomatoso retirados endoscopicamente. MÉTODOS: Avaliamos todas as colonoscopias realizadas pelo Serviço de Coloproctologia no período de janeiro de 2003 a dezembro de 2006. Foram incluídos os pacientes com diagnóstico de pólipos adenomatosos. Analisamos a existência da relação entre adenomas com displasia de alto grau e os fatores associados dos pacientes e pólipos. RESULTADOS: Foram realizados 1821 exames e encontramos 208 pacientes com 326 adenomas. 51,4% do sexo masculino e 69,2% tinham um único adenoma. Foram encontrados 28 pacientes (13,5% com, ao total, 34 adenomas (10,4%, com displasia de alto grau. Entre os adenomas com displasia de alto grau, 64,7% eram = 1cm, 61,8% eram sésseis, 29,4% vilosos e 70,6% estavam localizados no cólon esquerdo. Comparando as características do grupo dos adenomas com displasia de baixo grau com o de alto grau, foi estatisticamente significativo o tamanho = 1cm e o componente viloso (P BACKGROUND: The study of polyps, especially adenomatous, is justified because of the straight correlation among them with the incidence of CRC. Objective: To analyze the risk factors for high-grade dysplasia of adenomatous polyps removed endoscopically. METHODS: All consecutive colonoscopies performed by the Colorectal Department of the Hospital Nossa Senhora da Conceição, in Porto Alegre/RS, from January 2003 to December 2006, were evaluated. Patients diagnosed with adenomatous polyps were included. The relationship among tumors with high-grade dysplasia and the features of the patients and polyps were analyzed. RESULTS: Among the 1,821 exams, 326 adenomas were detected in 208 patients. 51.4% of the patients were male; 69,2% had only one adenoma. A total of 28 patients (13,5% with 34

  14. The psychopathological factors of refractory schizophrenia Fatores psicopatológicos da esquizofrenia refratária

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tânia Maria Alves

    2005-06-01

    és da Escala Breve de Avaliação Psiquiátrica, versão ancorada e traduzida para o português (BPRS-A. A confiabilidade foi de 0,80. Os 18 sintomas foram submetidos à análise fatorial exploratória com rotação Varimax. RESULTADOS: Quatro fatores foram obtidos: Negativo/Desorganização, composto por retraimento afetivo, desorientação, afeto embotado, maneirismo & postura e desorganização conceitual; Excitação, formado por excitação, hostilidade, tensão, idéias de grandeza e falta de cooperação; Positivo, contendo os itens delírio, desconfiança e comportamento alucinatório; e Depressivo, que agrupou humor depressivo, sentimento de culpa e retardo motor. CONCLUSÕES: O estudo reproduziu os quatro fatores psicopatológicos encontrados na literatura, provenientes de amostras tanto de pacientes com esquizofrenia refratária como não-refratária. A BPRS-A permitiu a distinção de agrupamentos psicopatológicos específicos que têm valor na avaliação da resposta terapêutica destas formas de esquizofrenia.

  15. Nutritional status in the oldest elderly and associated factors Estado nutricional de idosos longevos e fatores associados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elaine Caroline Boscatto

    2013-02-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To verify factors associated with nutritional status in an oldest elderly communitydwelling population in Southern Brazil. METHODS: This cross-sectional epidemiological and household-based study involved all subjects (n = 134 aged > 80 years who were living in Antônio Carlos (Santa Catarina state, Brazil. Nutritional status was assessed by body mass index (BMI 27.0 kg/m2, overweight. Explanatory variables in the study were: gender (women/ men, literacy (knows how to write and read - yes/no, living conditions (lives alone/with company, cognitive function (normal/altered, eating difficulty (yes/no, medication use (none to two/three or more, morbidity (none to two/three or more diseases, alimentary pattern (adequate/inadequate, alcohol consumption (none to one day a week, two or more days a week, cigarette smoking (never/current or former smoker, physical activity level ( 150 min/week, and sitting time ( 4 hours but 6 hours/day. RESULTS: Prevalence of underweight was 27.3% in men and 12.8% in women (p OBJETIVO: Verificar os fatores associados ao estado nutricional de uma população de idosos longevos vivendo em comunidade no sul do Brasil. MÉTODOS: Este estudo epidemiológico, transversal, de base domiciliar, envolveu todos os idosos (n = 134, com idade > 80 anos, residentes no município de Antônio Carlos (Santa Catarina. O estado nutricional foi verificado por meio do índice de massa corporal: (IMC 27,0, excesso de peso. As variáveis exploratórias do estudo foram: sexo, saber ler e escrever (sim/não; arranjo familiar (mora só/acompanhado; função cognitiva (normal/alterada; dificuldade para comer (sim/não; uso de medicamentos (0-2/3 ou mais; morbidades (0-2/ 3 ou mais, padrão alimentar (adequado/não adequado; consumo de bebidas alcoólicas (0-1 dia/sem. ou 2 ou mais dias/sem; tabagismo (nunca/fumante ou ex-fumante; nível de atividade física ( 150 min./sem.; tempo sentado ( 4 horas mas 6 horas/dia. RESULTADOS: A preval

  16. Prevalência e fatores de risco para tabagismo em adolescentes Prevalence and risk factors for smoking among adolescents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maura C Malcon

    2003-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: O tabagismo é uma das principais causas de enfermidades evitáveis e incapacidades prematuras. Nesse sentido, realizou-se estudo com o objetivo de medir a prevalência e estudar fatores de risco associados ao tabagismo nos adolescentes. MÉTODOS: A partir de um delineamento transversal de base populacional, estudou-se uma amostra representativa de 1.187 adolescentes de 10 a 19 anos, da zona urbana de Pelotas, sul do Brasil. Todos os adolescentes da amostra, de cada domicílio, foram entrevistados por meio de questionário pré-codificado, individual e confidencial. Utilizou-se o teste de Kaplan-Meier para análise da curva de sobrevida. RESULTADOS: A prevalência de tabagismo na amostra foi de 12,1% (IC95% 10,3%-14%. As prevalências foram similares para os sexos femininos e masculinos. Os fatores de risco para tabagismo na análise multivariada, por regressão logística, foram: maior idade, odds ratio (OR de 28,7 (11,5-71,4, irmãos mais velhos fumantes, OR de 2,4 (1,5-3,8, três ou mais amigos fumantes, OR de 17,5 (8,8-34,8 e baixa escolaridade OR de 3,5 (1,5-8,0. CONCLUSÕES: A prevalência de tabagismo na adolescência mostrou-se alta, na cidade de Pelotas. Campanhas antitabágicas devem ser direcionadas à comunidade e à família tendo o adolescente como alvo. Medidas legais adotadas pelo governo são importantes para impedir o acesso dos adolescentes ao cigarro.OBJECTIVE: Tobacco smoking is one of the main causes of preventable disease and premature disability. Th estudy was aimed at measuring smoking prevalence and related risk factors among adolescents. METHODS: A population-based cross-sectional study was carried out in a representative sample of 1,187 adolescents aged 10 to 19 years living in the urban area of Pelotas, southern Brazil. All adolescents were interviewed separately using a confidential coded questionnaire. Kaplan-Meier test was performed for survival curve analysis. RESULTS: The overall smoking prevalence

  17. Fatores de risco para diárreia persistente em lactentes Risk factors to persistent diarrhea in infants

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria das Graças Moura Lins

    2003-12-01

    Full Text Available RACIONAL: A diarréia persistente é uma doença multicausal. A análise do risco para o prolongamento do quadro diarréico envolve variáveis ambientais, biológicas e do manejo clínico. OBJETIVO: Identificar fatores de risco para a diarréia persistente em crianças hospitalizadas na fase aguda do quadro diarréico. PACIENTES E MÉTODOS: O estudo foi do tipo caso-controle. A amostra consistiu de 216 crianças menores de 24 meses hospitalizadas por diarréia de início abrupto, no Instituto Materno-Infantil de Pernambuco, Recife, PE. O grupo de casos incluiu as crianças com diarréia persistente e o de controles aquelas com diarréia aguda. Foram analisadas variáveis socioeconômicas, biológicas, de morbidade anterior, clínicas e do manejo terapêutico prévio à admissão. Utilizou-se o odds ratio não ajustado e ajustado, com seus respectivos intervalos de confiança de 95%, observando-se o nível de significância de 5%. A análise multivariada foi feita através de regressão logística. RESULTADOS: O risco de persistência da diarréia foi maior nas crianças com: disenteria, febre no início do quadro, dieta suspensa e uso de antibiótico à admissão hospitalar. O risco de diarréia persistente foi cerca de três vezes maior para crianças sem geladeira no domicílio e que apresentavam hiperemia perianal ao exame físico na admissão hospitalar, sendo estas as variáveis que apresentaram significância estatística após o ajuste para fatores de confusão. CONCLUSÕES: A melhoria das condições ambientais e o manejo adequado e individualizado da criança hospitalizada por diarréia pode contribuir para a redução da morbidade da doença.BACKGROUND: Persistent diarrhea is a multicausal disease. The analysis of risk factors for persistent diarrhea includes environmental and biological variables as well as therapeutical management. AIM: To identify risk factors for persistent diarrhea among children hospitalized with acute diarrhea

  18. Terapia oclusiva em ambliopia: fatores prognósticos Occlusion therapy in amblyopia: factors that influence the outcome

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Carolina Fava Salata

    2001-04-01

    Full Text Available Objetivos: Ambliopia é o defeito visual mais comum em crianças e por mais de 250 anos a terapia oclusiva vem sendo o melhor tratamento. Sendo assim, propusemo-nos a determinar os fatores que influenciam no sucesso do tratamento da ambliopia por terapia oclusiva em nosso meio. Métodos: Foi realizado um estudo retrospectivo com 169 crianças amblíopes atendidas no Ambulatório de Ambliopia do Hospital de Clínicas da UNICAMP, Campinas (SP, entre janeiro de 1996 e maio de 1998. A população atendida foi classificada quanto ao sexo, idade de início do tratamento por faixa etária (3 grupos, olho afetado, tipo de ambliopia (estrabísmica, anisometrópica, por deprivação, associação de dois tipos, tempo de seguimento, gravidade da ambliopia (leve, moderada, grave, adesão ao tratamento (regular, irregular e resposta obtida (cura, melhora, sem cura. Resultados: A adesão ao tratamento não diferiu entre as faixas etárias (p=0,68 e não foi influenciada pela gravidade da ambliopia (p=0,82. Dos pacientes estudados 52,67% curaram-se, 19,52% melhoraram e 27,81% não obtiveram cura. Os pacientes com adesão regular tiveram índice de cura significativamente maior do que os pacientes com adesão irregular (p=0,0009. O resultado do tratamento não dependeu da idade de início do mesmo (p=0,39 e da gravidade da ambliopia (p=0,30. Conclusão: Concluímos, assim, que, no nosso grupo de estudo, a adesão é o principal fator prognóstico no sucesso da terapia oclusiva.Purpose: Amblyopia is the most common form of visual problem in children and for more than 250 years occlusion therapy is the standard treatment. Thus our purpose is to identify the factors that influence the outcome of amblyopia treatment with occlusion therapy. Methods: We reviewed 169 amblyopic children seen in the outpatient clinic of amblyopia of the Campinas State University, between January 1996 and May 1998. Patients were analyzed regar-ding sex, age at start of treatment (3

  19. Atividade física e fatores associados em adolescentes do ensino médio de Curitiba, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rogério César Fermino

    2010-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar a prevalência de atividade física e identificar fatores associados em adolescentes. MÉTODOS: Estudo transversal realizado com amostra representativa (n = 1.518, 59,2% do sexo feminino de escolares de 14-18 anos de idade da rede pública de ensino de Curitiba, PR, em 2006. A prática de atividade física foi auto-referida, em número de dias por semana em que realiza atividade de intensidade moderada a vigorosa com duração > 60 minutos. A prática foi analisada em dois modelos distintos. No primeiro, a variável foi dicotomizada em "0 dia" e "> 1 dia"; no segundo, em " 5 dias". As variáveis independentes foram: demográfico-biológicas (sexo, idade, índice de massa corporal; socioeconômicas (escolaridade dos pais, número de carros; comportamentais (horas assistindo TV, horas em frente ao computador; e socioculturais (apoio social da família e dos amigos, e a percepção de barreiras para a prática de atividades testadas em regressão de Poisson. RESULTADOS: No primeiro modelo de análise, a prevalência de atividade física foi de 58,2% (75,1% do sexo masculino e 46,5% do feminino; p < 0,001 e no segundo, de 14,5% (22,3% e 9,1%, respectivamente; p < 0,001. No primeiro modelo, as variáveis associadas à atividade física foram sexo masculino (RP = 1,63, IC95%: 1,48;1,78, apoio social da família (RP = 1,14, IC95%: 1,05;1,23, dos amigos (RP = 1,52, IC95%: 1,31;1,78 e elevada percepção de barreiras (RP = 0,54, IC95%: 0,46;0,62. No segundo modelo, apenas o sexo masculino (RP = 2,45, IC95%: 1,73;3,46 e a baixa percepção de barreiras (RP = 0,24, IC95%: 0,15;0,38 associaram-se à atividade física. CONCLUSÕES: Mais da metade dos adolescentes praticam atividade física em pelo menos um dia da semana, embora 14,5% atinjam as recomendações atuais. Níveis recomendados estão associados a menor número de fatores. Gênero e percepção de barreiras apresentam relação consistente com os níveis de atividade física.

  20. Síndrome metabólica: identificando fatores de risco Metabolic syndrome: identifying the risk factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simão Augusto Lottenberg

    2007-11-01

    Full Text Available OBJETIVOS Discutir a síndrome metabólica e a identificação de seus fatores de risco, inclusive na faixa etária pediátrica. FONTES DE DADOS: Artigos de revisão indexados. SÍNTESE DOS DADOS:A síndrome metabólica caracteriza-se pela resistência à insulina e pela presença de fatores de risco para doenças cardiovasculares e diabetes melito tipo 2. Não existe ainda um consenso com relação a seus critérios diagnósticos. Na presente revisão, os critérios diagnósticos da Associação Americana de Cardiologia (US National Cholesterol Education Program, Associação Americana de Endocrinologistas Clínicos, Organização Mundial da Saúde e Federação Internacional de Diabetes são apresentados, e as possibilidades de aplicação dos mesmos na infância são discutidas. São também abordados os aspectos fisiopatológicos da síndrome, principalmente aqueles relacionados ao período perinatal e à infância. CONCLUSÃO: A síndrome metabólica tem sido identificada de forma cada vez mais freqüente, principalmente durante a adolescência. Mudanças de estilo de vida, como alimentação e atividade física, são fundamentais na sua prevenção e tratamento. Tratamento medicamentoso e, eventualmente, tratamento cirúrgico também devem ser considerados, dependendo da gravidade, mesmo nesta fase da vida.OBJECTIVES: To discuss the metabolic syndrome and identify its risk factors, including in the pediatric age group. SOURCES: Indexed review articles. SUMMARY OF THE FINDINGS: The metabolic syndrome is characterized by insulin resistance and the presence of risk factors for cardiovascular diseases and diabetes mellitus type 2. Consensus has not yet been reached on its diagnostic criteria. This review presents diagnostic criteria defined by the American Heart Association (US National Cholesterol Education Program, the American Association of Clinical Endocrinologists, the World Health Organization and the International Diabetes Federation

  1. Inquérito epidemiológico em escolares: determinantes e prevalência de fatores de risco cardiovascular

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Teresa Maria Bianchini de Quadros

    2016-01-01

    Full Text Available Resumo Objetivou-se investigar a prevalência de dislipidemia, hiperglicemia e pressão arterial elevada em escolares, bem como, suas associações com fatores demográficos, socioeconômicos, biológicos e comportamentais. Estudo transversal com 1.139 escolares, de seis a 18 anos de idade, do Município de Amargosa, Bahia, Brasil. Foram analisadas variáveis demográficas, socioeconômicas, biológicas e comportamentais. Utilizou-se a razão de prevalência (RP como medida de associação. As prevalências de dislipidemia, hiperglicemia e pressão arterial elevada foram, respectivamente, 62,1%, 6,6% e 27%. A dislipidemia esteve associada com a localização geográfica da escola (RP = 1,52 e circunferência da cintura (RP = 1,20, e a hiperglicemia com a localização geográfica da escola (RP = 3,41 e adiposidade periférica (RP = 3,13. A pressão arterial elevada ficou associada com a faixa etária (RP = 2,34, razão da cintura pela estatura (RP = 1,62, maturação sexual (RP = 2,06 e atividade física (RP = 1,32. Programas de intervenção para escolares baseados em mudanças de hábitos de vida são necessários.

  2. Fatores de risco para mortalidade infantil pós-neonatal Risk factors for post-neonatal infant mortality

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Eduardo A. Baldin

    2008-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar, dentre os critérios do Programa do Recém-Nascido de Risco da Secretaria de Saúde de Santos, São Paulo, os fatores de risco para a mortalidade pós-neonatal. MÉTODOS: Estudo retrospectivo de dados secundários de 22.452 fichas coletadas ao nascimento, de janeiro de 1998 a dezembro de 2001. A variável dependente foi o óbito pós-neonatal. As variáveis independentes foram: peso ao nascer OBJECTIVE: To assess, among the criteria adopted by the Program of Neonates at Risk of the Health Department of the Municipality of Santos, São Paulo, Brazil, the risk factors for post-neonatal infant mortality. METHODS: In a retrospective study, data from 22,452 newborn charts, from 1998 to 2001, were retrieved. Logistic regression was applied to detect risk factors for the dependent variable: death between 29 days and one year old. The independent variables were: birth weight <2,500g, congenital malformation, unwanted pregnancy, need of hospitalization after mother's discharge, unemployed house chief, siblings <2 years old and single mother. RESULTS: During the studied period, among the 22,452 children, there were 97 deaths of children between 29 days and one year old. In the bivariate analysis, the variables "birth weight <2,500g", "congenital malformations", "need of hospitalization after mother's discharge", "unemployed house chief", "siblings <2 years" and "single mother" were significantly associated to post-neonatal death. By logistic regression analysis, "birth weight <2.500g", "congenital malformations", "need of hospitalization after mother's discharge" and "siblings <2 years old" were significantly associated to post-neonatal mortality. CONCLUSIONS: The criteria adopted by the Program of Neonates at Risk were useful to identify infants at risk for death from 29 days to one year of life.

  3. Análise dos fatores de riscos ocupacionais do trabalho de enfermagem sob a ótica dos enfermeiros

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nei Santos Duarte

    Full Text Available Estudo com abordagem quantitativa e descritiva, com objetivo de identificar, na percepção dos enfermeiros chefes de unidades de internação de um hospital universitário, os riscos ocupacionais a que estão expostos. A população foi composta de 30 enfermeiros, chefes de unidade de internação. Na coleta de dados, utilizou-se um questionário estruturado proposto no Guia de Avaliação de Riscos nos Locais de Trabalho de Boix e Vogel (1997, adaptado para a aplicação em estabelecimentos de saúde por Mauro (2001. Os resultados evidenciaram que os fatores de riscos atuam sobre os trabalhadores, propiciando um ambiente desfavorável para a realização das atividades, podendo comprometer a saúde e a vida profissional destes. As variáveis predominantes foram o ambiente e a manutenção preventiva inadequados e os equipamentos de proteção individual e coletiva insuficientes e/ou inadequadamente utilizados pelos profissionais, constrangimentos ergonômicos pela manipulação de carga e postura corporal inadequadas na realização das tarefas, e ritmo de trabalho acelerado pela falta de recursos material e humano. Ressalta-se que a pesquisa proporcionou um diagnóstico referente aos riscos presentes nos ambientes de trabalho da enfermagem, proporcionando um modo operatório eficaz com menor risco de acidentes no processo de trabalho, ambientes menos insalubres e maior satisfação para o profissional e os clientes.

  4. Complicações em crianças internadas com pneumonia: fatores socioeconômicos e nutricionais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Riccetto Adriana G. L.

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estudar a associação entre fatores socioeconômicos, estado nutricional e evolução com complicações em crianças internadas por pneumonia. MÉTODOS: Estudo descritivo e prospectivo que incluiu 85 crianças internadas com pneumonia, de abril de 1999 a novembro de 2000. RESULTADOS: Em 31,8% das crianças aconteceram complicações; destas, 29,6% apresentaram insuficiência respiratória, 44,4% derrame pleural e 22,2% atelectasias. Houve associação significativa entre complicações e sexo feminino (p=0,03; Odds Ratio=2,99 Intervalo de Confiança 95%=1,16-7,72, porém o mesmo não se observou quanto à idade (p=0,98, idade materna (p=0,24, escolaridade materna (p=0,62 e renda familiar per capita (p=0,07. Com relação à avaliação nutricional, não encontramos associação entre a evolução com complicação e nenhuma das variáveis estudadas (escore Z para classificação de Waterlow, peso/idade, altura/idade, peso/altura e índice de massa corporal - p> 0,05. CONCLUSÕES: O risco de complicações foi 2,99 vezes maior no grupo de meninas; não foram observadas diferenças significativas entre os outros parâmetros estudados quanto à evolução para complicações em crianças internadas com pneumonia.

  5. A DESTITUIÇÃO DO PODER FAMILIAR COMO FATOR DE EXCLUSÃO SUCESSÓRIA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karine Machado Bulsing

    2013-07-01

    Full Text Available O presente artigo direciona-se a verificar em que medida a destituição do Poder Familiar pode ser um fator determinante para a exclusão sucessória. Inicia-se observando que devido ao progresso das relações familiares, a legislação passou a enfatizar e proteger a família e não somente o seu patrimônio. O trabalho encontra-se pautado no método dialético e no método de procedimento monográfico, fazendo-o através do estudo doutrinário, jurisprudencial e legislativo. A pesquisa demonstra que a legislação deve ser complementada, pois a tipificação da exclusão da herança é expressamente restritiva, não atendendo as situações que, atualmente, envolvem a ausência de afetividade na família, principalmente na relação autor da herança e herdeiro. Finalmente, constata-se que, no âmbito do direito sucessório, a indignidade sucessória e a deserdação são plenamente aplicáveis perante a destituição do Poder Familiar em razão da ausência de relação familiar entre os membros e a consequente falta de afeição.

  6. Hospitalidade e lazer como fatores de satisfação de visitantes em Feiras e exposições

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ivo Ney Kuhn

    2014-01-01

    Full Text Available O estudo busca avaliar a satisfação dos consumidores que frequentam a Expoijui/Fenadi, feira anual de município do Noroeste do Rio Grande do Sul, analisando principalmente dois fatores: hospitalidade e lazer. Para o embasamento teórico foram utilizadas concepções relacionadas à importância de eventos e feiras, conceitos de hospitalidade e lazer, bem como a importância de avaliar a satisfação. Trata-se de uma pesquisa descritiva e documental, utilizando dados coletados em pesquisas de satisfação de clientes, tendo como sujeitos os visitantes da Expoijui/Fenadi. A pesquisa é desenvolvida em parceria entre a Associação Comercial e Industrial de Ijuí, administração da feira, Empresa Junior e curso de Administração da Unijuí, evidenciando o êxito das relações universidade/empresa. Foram coletados dados em todos os dias e turnos da realização dos eventos. Para o tratamento e análise dos dados foram construídos gráficos das séries temporais 2004-2007 e 2009-2012. Diversas melhorias resultantes das sugestões da pesquisa já foram implantadas no período. Conclui-se que aspectos tangíveis, que se evidenciam no contato entre os seres, prevalecem na percepção do acolhimento dado por um local.

  7. Fatores associados à dislipidemia na pós-menopausa Factors associated with women's dyslipidemia in the post-menopause

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ticihana Ribeiro de Oliveira

    2008-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar os fatores associados à dislipidemia da mulher durante o climatério. MÉTODOS: desenvolveu-se um estudo caso-controle de casos prevalentes e controle selecionados do ambulatório para mulheres no climatério. A partir de parâmetros bioquímicos recentes encontrados nos prontuários, as mulheres foram classificadas em dois grupos: caso e controle. Considerou-se caso aquelas mulheres que apresentaram alguma alteração nos níveis sanguíneos de colesterol total, LDL colesterol, triglicerídios e/ou HDL colesterol; foram consideradas controle aquelas que apresentavam níveis normais destes. Coletaram-se dados referentes à situação socioeconômica, atividade física, etilismo e tabagismo, medidas antropométricas e dados de ingestão alimentar. Em seguida, comparou-se esses dados dos dois grupos. As proporções foram comparadas através do teste do χ2, teste exato de Fisher e/ou teste t de Student, dependendo do modelo de distribuição. A relação crua entre os diversos fatores e a presença de dislipidemia foi estimada através de regressão logística. RESULTADOS: foram coletados dados de 84 mulheres nas faixas etárias entre 42 e 59 anos, sendo 45 delas da classificação caso (dislipidêmicas e 39, controle (não dislipidêmicas. As médias de idade para caso e controle foram, respectivamente, 52,1±4,2 e 52,2±4,7 anos. A amostra era homogênea em relação às características socioeconômicas (renda, ocupação e escolaridade, prática de atividade física, etilismo, tabagismo e consumo alimentar, não havendo evidência de associação desses fatores com a dislipidemia. Caso e controle apresentaram uma renda de até dois salários mínimos, escolaridade baixa (até a quarta série do ensino fundamental e ocupação de dona-de-casa (serviços domésticos. Os hábitos do fumo e da ingestão de bebida alcoólica foram pouco freqüentes. A prática de atividade física não foi presente, caracterizando uma popula

  8. TEORIA DO PORTFÓLIO: UM ESTUDO SOBRE OS FATORES QUE INFLUENCIAM A ESCOLHA DO PERFIL DE INVESTIMENTO DA FASERN

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thiago Damasceno

    2015-12-01

    Full Text Available Este trabalho tem como objetivo principal avaliar os fatores que influenciam a escolha do perfil de investimento dos participantes ativos da FASERN. Este estudo apresenta os fundamentos de risco e retorno, as preferências em relação ao risco, os perfis de risco e alguns dos seus desdobramentos. Esses conceitos devem ser conhecidos previamente para que deem suporte às decisões adequadas no momento de se fazer um investimento. A pesquisa pode ser considerada como descritivo-exploratória. Ela se propõe a descrever o comportamento da amostra quanto ao desempenho das variáveis, para tanto foi realizado um survey, por meio do uso de medidas de posição, como média, distribuições de frequência e gráficos e pelas análises de cluster e discriminante. Ao final da modelagem é possível identificar que apenas 4 variáveis foram significantes para discriminar os grupos ou explicá-los, são elas: área de atuação na empresa; formação acadêmica; grau de escolaridade e faixa etária que os avaliam em relação ao grau de conhecimento do mercado financeiro e a variável dependente “perfil de investimento”. Também, define a que grupo pertence cada participante de acordo com o seu perfil de risco (conservador, moderado e agressivo.

  9. Estudos dos Fatores Contribuintes para a Mortalidade das Micro e Pequenas Empresas do Estado do Maranhão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rodrigo Arraes Alvarenga

    2016-06-01

    Full Text Available As microempresas estão assumindo cada vez mais um papel relevante na sociedade, tanto na geração de emprego e renda, quanto na identificação de nichos de mercado não identificados pelas grandes corporações. Contudo, ano após ano um número expressivo dessas empresas encerram suas atividades. Nesse sentido, o objetivo desse estudo foi identificar e caracterizar as causas que contribuíram para a mortalidade das microempresas do Estado do Maranhão no período de 2005 a 2011. Diante disso, esta pesquisa está classificada como explicativa e descritiva, face a busca pela identificação dos fatores que determinaram o encerramento das atividades, bem como a descrição das características dos proprietários dessas organizações. A amostra estudada foi de 3.752 empresas, frente a uma população de 39.039. E, para viabilizar economicamente a pesquisa, utilizou-se como estratégia para a coleta de dados um Call Center cedido por uma concessionária localizada em Bacabal – MA. Após dois meses efetuando no mínimo duas ligações para cada empresário, foi possível concluir que das 10 hipóteses testadas, 6 tiveram participação decisiva no processo de falência das empresas estudadas.Ao final, fez-se recomendações para novos estudos, recomendando-se um estudo que busque identificar qual atividade o empresário exerce após ter seu empreendimento encerrado.

  10. Análise dos fatores associados aos acidentes de trânsito envolvendo ciclistas atendidos nas capitais brasileiras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Augusto Moreira de Sousa

    Full Text Available Resumo O Brasil possui a sexta maior frota de bicicletas do mundo, sendo esta o veículo de transporte individual mais utilizado no país. Porém, poucos estudos abordam a temática envolvendo os acidentes com ciclistas, bem como os fatores que colaboram ou evitam essa ocorrência. Utilizou-se amostragem complexa e posterior análise de dados por regressão logística multivariada e cálculo das respectivas razões de chance para estudar o Inquérito de delineamento transversal (VIVA, o qual compõe o Sistema de Vigilância de Violências e Acidentes do Ministério da Saúde. As razões de chance apontaram maiores chances de ocorrência de acidentes envolvendo ciclistas em indivíduos do sexo masculino, de menor escolaridade e que residem em área urbana e periurbana. Pessoas que não estavam utilizando a bicicleta para ir ao trabalho apresentaram maior chance de acidente. O perfil encontrado no presente estudo corrobora os achados de outros estudos, os quais consideram que a coexistência de ciclistas com os demais meios de transporte, no mesmo espaço urbano, acarreta em maior chance de acidentes. A construção de espaços exclusivos à circulação de bicicletas e a realização de campanhas educativas são preconizadas.

  11. Fatores de risco que contribuem para o envenenamento pediátrico Risk factors contributing to childhood poisoning

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carla Luiza Job Ramos

    2010-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar se a falta de conhecimento dos agentes tóxicos nos domicílios é fator de risco de evento tóxico individual acidental na infância. MÉTODOS: Grupo caso (n = 25 é composto por cuidadores de crianças com menos de 60 meses, do município de Porto Alegre (RS, que sofreram evento tóxico acidental oral, atendidas em dois hospitais de referência e com registro no Centro de Informação Toxicológica. O controle (n = 25 é formado por cuidadores de crianças pareadas por sexo, idade e presença nos domicílios de agente tóxico igual ao do caso, que buscaram atendimento médico emergencial nos mesmos hospitais, mas por outras causas. Foi aplicado um questionário próprio, estruturado, verificando-se as questões: sociodemográficas, história clínica, antecedentes comportamentais dos cuidadores, armazenamento dos agentes tóxicos, história pregressa de acidente toxicológico. RESULTADOS: A idade média das crianças foi de 31,8 meses (±0,97 e a estatura média, de 93 cm (±11. As famílias, nos dois grupos, apresentaram conhecimento da ação tóxica de agentes existentes nos domicílios, contudo, cuidadores do grupo-controle apresentaram duas vezes mais chances de possuir conhecimento em comparação ao grupo caso. Distração apresentou 15 vezes mais chances de ocorrer por parte de cuidadores de crianças que sofreram evento tóxico em comparação ao grupo-controle. A altura do agente tóxico estar abaixo de 150 cm apresentou aproximadamente 17 vezes mais chances de ocorrer no grupo de crianças que sofreram evento tóxico em comparação às crianças do grupo-controle. CONCLUSÕES: Falta de conhecimento da ação tóxica de agentes existentes nos domicílios não é um fator de risco para evento tóxico na infância. Os riscos atribuíveis descritos neste estudo indicaram que a eliminação de outros fatores, como distração ou armazenamento abaixo de 150 cm de altura, acarretariam a prevenção de 13 e 19% de

  12. Análise dos fatores de risco anteparto para ocorrência de cesárea Analysis of the risk factors for cesarean section

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simone Angélica Leite de Carvalho Silva

    2005-04-01

    Full Text Available OBJETIVOS: criar um modelo preditivo para ocorrência de cesárea na Maternidade Professor Monteiro de Morais após avaliação dos fatores de risco anteparto das gestantes que pariram no período de 1 de setembro de 1999 a 31 de agosto de 2000, e posteriormente verificar a eficiência do serviço na indicação de cesárea. MÉTODOS: foi realizado estudo longitudinal, do tipo caso-controle com 3626 gestantes, no qual se verificou quais os fatores anteparto foram considerados de risco para cesárea, no período de 1 de setembro de 1999 a 31 de agosto de 2000. Posteriormente, criou-se modelo preditivo ideal, o qual permitiu quantificar o risco de cesárea para cada paciente na presença de um ou mais fatores de risco. A seguir, aplicou-se o modelo à amostra do estudo a fim de verificar o grau de concordância entre o risco previsto de cesárea e a realização do ato cirúrgico, ou seja, a eficácia na indicação de cesariana. RESULTADOS: aplicando-se o modelo preditivo na amostra, verificou-se que na ausência dos fatores de riscos anteparto, o risco basal de cesárea foi de 15,2%. O grau de concordância entre o previsto pelo modelo logístico e a ocorrência de cesárea foi de 86,6%. CONCLUSÕES: o modelo logístico permitiu identificar o risco basal de cesárea e quantificar a probabilidade de cesárea a partir da introdução do fator de risco. O modelo pode ser considerado útil e eficaz, uma vez que houve concordância entre o acerto e o previsto em 86,6% para cesariana, e 53,6% das pacientes submetidas ao parto normal, de fato, não tinham fator de risco para cesárea.PURPOSE: to create a predictive model for cesarean section at the "Professor Monteiro de Morais Maternity" after evaluation of antepartum risk factors of the pregnant women who delivered from September 1, 1999 to August 31, 2000, and then, to verify the efficacy of indication for cesarean section. METHODS: a longitudinal, case control study with 3.626 pregnant women was

  13. Risk factors related to the severity of diabetic retinopathy Fatores de risco relacionados à gravidade da retinopatia diabética

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Zélia Maria da Silva Corrêa

    2003-12-01

    Full Text Available PURPOSE: To determine the relationship between the severity or stage of diabetic retinopathy and associated risk factors in a southern Brazilian population. METHODS: Transversal study of diabetic patients without previous ophthalmologic treatment, seen at a University eye clinic. These patients underwent fundus photography, complete blood work-up, systemic blood pressure measurement, urine analysis, and were questioned about risk factors previously determined by the authors. The presence or absence of risk factors was compared to the severity of diabetic retinopathy. RESULTS: Eighty-one patients were selected, 28 male, 53 female, 55 Caucasians, 26 African descendants, 28 had insulin-dependent diabetes mellitus, 53 had non-insulin-dependent diabetes mellitus. Factors related to more severe diabetic retinopathy include: insulin-dependent diabetes mellitus (aOBJETIVO: Determinar a relação entre a gravidade ou estágio da retinopatia diabética e os fatores de risco associados em uma população do sul do Brasil. MÉTODOS: Estudo transversal de pacientes diabéticos, sem tratamento oftalmológico prévio, atendidos em serviço de oftalmologia terciário. Estes pacientes foram submetidos a retinografia colorida, exames laboratoriais, medida da pressão arterial sistêmica e interrogados quanto a fatores de risco previamente estipulados pelos autores. A presença, ou ausência, de fatores de risco foi correlacionada a gravidade da retinopatia diabética. RESULTADOS: Foram selecionados 81 pacientes, 28 homens, 53 mulheres, 55 brancos, 26 negros, 28 com diabete melito insulino-dependente, 53 com diabete melito não insulino-dependente. Fatores correlacionados estatisticamente com estágios mais avançados da retinopatia diabética incluem: dependência à insulina (a<0,01, nefropatia (a<0,05, proteinúria (a<0,05, maior tempo de doença (p<0,001, valores elevados de glicemia de jejum (p=0,11, hemoglobina glicosilada (p=0,001, colesterol total (p=0

  14. Genes de patogenicidade de Helicobacter pylori, polimorfismos de citocinas e fatores ambientais afetam o desenvolvimento de doenças gástricas: uma visão geral

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Júlia Silveira Vianna

    2016-10-01

    Full Text Available Justificativa e objetivos: Helicobacter pylori é uma bactéria Gram negativa que coloniza o estômago de aproximadamente 50% da população humana mundial. Este microrganismo é o principal agente causal de gastrite e um importante fator de risco para o desenvolvimento de úlcera péptica e carcinoma gástrico. Os fatores que determinam essa diversidade de manifestações clínicas permanecem incertos, mas podem estar relacionados com a interação dos fatores bacterianos, sistema imune do hospedeiro e variáveis ambientais. O objetivo desta revisão é fornecer uma visão geral destes fatores que influenciam na susceptibilidade a desordens severas de infecção por H. pylori. Método: Para isso, foram selecionados artigos originais e de revisão através da pesquisa nas bases de dados bibliográficos PubMed, Portal de Periódicos CAPES e SCIELO. Resultados: H. pylori possui um conjunto de fatores de patogenicidade, tais como cagA, vacA, iceA, babA, para colonizar a mucosa gástrica e estabelecer infecção crônica. Estes fatores bacterianos são agentes essenciais em modular a resposta imune envolvida na iniciação da carcinogênesegástrica. Os fatores genéticos do hospedeiro contribuem para regular a resposta inflamatória e parao agravamento da lesão damucosa gástrica uma vez que a infecção gástrica por H. pylori induz a produção de várias citocinas pró e anti-inflamatórias no hospedeiro. O papel prejudicial dos fatores ambientais está relacionado com as precárias condições socioeconômicas, com o consumo de sal, com o tabagismo e com o consumo de álcool. Conclusão: Ao decifrar as regras deterministas - se houver - dessa interação entre fatores da bactéria, do hospedeiro e variáveis ambientais, será possível prever, tratar e, finalmente, prevenir graves doenças gastroduodenais.

  15. FATORES CRÍTICOS DE SUCESSO EM PROJETOS DE BENS DE CAPITAL COM TIPOLOGIA PRODUTIVA ENGINEERING TO ORDER (ETO: UMA ANÁLISE A PARTIR DA LITERATURA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antônio Carlos Pacagnella Júnior

    2014-06-01

    Full Text Available Este trabalho busca contribuir com a uma linha de pesquisa bastante abordada na literatura sobre gerenciamento de projetos, os fatores críticos de sucesso. Entretanto, para este estudo busca-se a identificação destes elementos em um tipo de projeto bastante específico, o de bens de capital com engenharia sob encomenda (ou engineering to order, cuja literatura é bastante escassa e insipiente. O método adotado neste artigo é a pesquisa bibliográfica, que foi realizada tomando por base periódicos científicos da área e livros de autores conhecidos desta área que permitiram a identificação dos seguintes fatores: Estabelecer objetivos claros, Controle das linhas de base, Análise de recursos críticos, Relacionamento entre projetos, Integração com fornecedores, Seleção de fornecedores, Integração com clientes, Análise de fatores limitantes, Estrutura e comunicação, Controle de desempenho técnico, Experiência da equipe, Uso de Sistema de informação para projetos, Presença de escritório de projetos, Execução adequada de comissionamento, Prevenção de multitarefa, Reservas de tempo e dinheiro, Reservas de tempo e dinheiro, Documentação clara, Registro de lições aprendidas e Utilização de tecnologias anteriores.

  16. Judocas olímpicos Brasileiros: fatores de apoio psicossocial para o desenvolvimento do talento esportivo Olympic judo athletes: psychosocial support elements to sports talent development

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo Massa

    2010-12-01

    Full Text Available Embora no Brasil o judô possua tradição olímpica, pouco se conhece sobre os aspectos que contribuem para o desenvolvimento do talento no cenário nacional. Sendo assim, o objetivo do presente estudo foi analisar os fatores de apoio psicossocial presentes no desenvolvimento de judocas brasileiros talentosos do sexo masculino. Para tanto, se utilizou uma amostra de seis judocas, pertencentes à seleção brasileira nos Jogos Olímpicos de Atenas, 2004. A pesquisa foi constituída através de um delineamento qualitativo, que utilizou como instrumento uma entrevista composta por três perguntas abertas. Para a análise dos resultados foi utilizado o "Discurso do Sujeito Coletivo". Os discursos indicaram a importância dos fatores relacionados : a ao apoio da família; b ao prazer pela prática; e c a determinação dos judocas, corroborando com a literatura internacional no que tange a relevância dos fatores psicossociais para o desenvolvimento do talento em diferentes domínios do conhecimento.Although judo is a traditional Olympic Sport in Brazil, little is known regarding the key aspects to develop talents at the national scenario. The objective of this study was to analyze the psychosocial supporting factors that are seen in the development of talented male Brazilian Judo athletes. A sample of 6 athletes that were in the Athens Olympic Games of 2004 was studied. Research was designed on qualitative basis and used a three open questions interview as investigative tool. Results were analyzed using the discourse of the collective subject. Discourses indicated as important, factors related to: a family support; b pleasure in practice; and c athletes determination, reinforcing the international scientific literature regarding the importance of psychosocial factors to talent development in several knowledge domains.

  17. Padrões alimentares de adolescentes e associação com fatores de risco cardiovascular: uma revisão sistemática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    David Franciole de Oliveira Silva

    2016-04-01

    Full Text Available Resumo O objetivo deste estudo foi identificar por meio de uma revisão sistemática os principais padrões alimentares de adolescentes e verificar sua associação com fatores de risco cardiovascular. Foi realizada busca nas bases de dados Lilacs, SciELO, PubMed, Scopus e Web of Science, além da busca manual de artigos originais publicados entre 2005 a 2014. Dos 371 registros identificados; 26 preencheram os critérios de inclusão e foram inseridos na revisão. Os principais padrões alimentares observados foram Ocidental (61%, Saudável (42% e Tradicionais (38%. O padrão Ocidental foi positivamente associado com colesterol total e Síndrome Metabólica (SM, enquanto que o Saudável associou-se inversamente com glicemia de jejum, Pressão Arterial Diastólica (PAD e SM e positivamente com HDL-c, todas estas associações com qualidade da evidência D, muito baixa, segundo o sistema GRADE. Os padrões Tradicionais se relacionaram como fator de risco para hiperglicemia, hiperinsulinemia e hipertrigliceridemia e proteção para atividade física e IMC eutrófico. Por mais que estes resultados precisem ser analisados com prudência, devido à baixa qualidade da evidência, observa-se a necessidade de medidas que visem à promoção da alimentação saudável em adolescentes, de modo a contribuir para a prevenção de fatores de risco cardiovascular.

  18. Amputação de membros por carcinoma escamocelular da pele: fatores envolvidos nesta evolução desfavorável

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alberto Julius Alves Wainstein

    2012-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar retrospectivamente uma série de casos que culminaram em amputação por carcinoma escamocelular avançado. MÉTODOS: Foram estudados oito pacientes com diagnóstico histológico de carcinoma escamocelular de pele que tiveram membros amputados por invasão tumoral, em nossa Instituição entre 2005 e 2008. Foram avaliados: fatores histológicos, institucionais e psicossociais que contribuíram para este desfecho desfavorável. RESULTADOS: A média de idade ao diagnóstico foi 63 anos; 37,5% dos pacientes (três pacientes tinham exposição abusiva e contínua aos raios solares, e seis (75% pacientes tinham outros fatores de risco para CEC de pele. Sete pacientes foram diagnosticados quando o tumor já era maior que 2cm, e foi necessário um período grande de tempo (6,7 anos em média entre o aparecimento da lesão inicial e o diagnóstico histopatológico correto do tumor localmente avançado. CONCLUSÃO: O desfecho desfavorável (amputação nos pacientes portadores de carcinoma espinocelular pode estar associado à agressividade da neoplasia e às comorbidades relacionadas, podendo ainda sofrer influência de fatores como acesso à saúde pública, qualidade da assistência médica e relação do paciente com a doença.

  19. Estudo dos fatores que determinam a formação do capital social familiar em empresas familiares na região sul de Minas Gerais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Meirelles Andrade

    2013-09-01

    Full Text Available No estudo aqui relatado identificaram-se os fatores que levam à formação do capital social familiar em empresas familiares. Para atingir o objetivo proposto, utilizou-se, como aporte teórico, a teoria do capital social e do capital social familiar. Para tanto, foi realizada uma pesquisa exploratória, do tipo survey, em 120 empreendimentos familiares. Aplicou-se questionário, sob a forma de entrevista, a todos os empresários. Os dados foram analisados por meio de análise fatorial. Os resultados foram apresentados em dois blocos: primeiro, a caracterização da amostra em relação ao perfil do respondente e ao perfil do empreendimento, bem como a apresentação da frequência de cada uma das assertivas; na segunda parte, foi feita a análise fatorial, após a qual foram identificados sete fatores relacionados com a formação do capital social familiar. São eles: diálogo colaborativo, rede familiar, infraestrutura moral, confiança, normas éticas, ideias próprias e canais de informação externos. O capital social familiar é solidificado por meio do diálogo colaborativo, a partir do qual é possível enraizar, na família e na empresa, as normas éticas, originando o que se chama de infraestrutura moral, quando a família e a empresa estão em sintonia interna e externa. Em um sentido contraditório, a ausência do diálogo colaborativo gera autoritarismo por parte dos dirigentes e membros da família, prevalecendo ideias próprias, as quais foram identificadas como fator contraditório à formação do capital social familiar.

  20. A problematização da queda e a identificação dos fatores de risco na narrativa de idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patricia Morsch

    Full Text Available Resumo A queda é um importante evento para os idosos, podendo levar a problemas físicos e psicológicos, institucionalização e aumento do risco de morte. Objetivo deste estudo foi investigar a problematização da queda e a percepção dos idosos em relação aos seus fatores de risco. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, realizada através de análise de conteúdo. A amostra foi composta por indivíduos com 60 anos ou mais de idade, participantes de grupos de idosos de Porto Alegre, e professores de duas universidades locais. A amostra final contou com 22 idosos com idade média de 70,2 ± 7,1 anos. A codificação e a interpretação dos dados resultaram em duas categorias temáticas: a problematização das quedas e a percepção dos fatores de risco. A primeira categoria destaca que muitos idosos não percebem as quedas como um problema, sugerindo que as ações preventivas podem não estar alcançando a população alvo. A segunda categoria demonstra que os idosos percebem os fatores de risco para quedas, mas muitas vezes eles não são evitados, considerando a sua habilidade de “se cuidar” como método de prevenção.

  1. Prevalência e fatores associados a lesões em corredores amadores de rua do município de Belo Horizonte, MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alberto Cantídio Ferreira

    2012-08-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A prática da corrida de rua tem aumentado nos últimos anos, tanto por sua facilidade quanto pelo baixo custo envolvido. Essa prática, todavia, envolve risco de lesões musculoesqueléticas. OBJETIVO: Verificar a prevalência de lesões osteomioarticulares e analisar os fatores associados em corredores de rua amadores de Belo Horizonte, MG. MÉTODOS: Foi realizado um estudo observacional do tipo transversal. A seleção da amostra foi por conveniência. Participaram da pesquisa 100 atletas amadores com pelo menos três meses de prática de corrida com frequência mínima de duas vezes por semana. Foram coletados os dados referentes à prevalência de lesões e os fatores associados através de um questionário estruturado. RESULTADOS: A prevalência de lesões entre os atletas foi de 40%. Dentre os fatores associados à lesão destacam-se a distância média diária e a variação no volume do treinamento. CONCLUSÃO: A prevalência de lesões em corredores amadores é considerável, apesar de ter sido relatada por menos da metade dos participantes. As características do treinamento podem desencadear lesões e devem ser analisadas com cautela para que a corrida seja realizada de forma segura.

  2. Soroprevalência e fatores de risco para sífilis em população carcerária de Goiás

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Lúcia Sampaio Sgambatti de Andrade

    1989-06-01

    Full Text Available Com o objetivo de dimensionar a prevalência da infecção pelo Treponema pallidum e determinar fatores de risco relacionados a soropositividade foram rastreados 299 presidiários no Centro Penitenciário de Atividades Industriais de Goiás (CEPAI-GO, 20 Km de Goiânia. O rastreamento sorológico foi realizado utilizando-se como critério de positividade, qualquer resultado sororeagente ao VDRL independentemente do título. Através de um questionário padronizado foram avaliados os seguintes fatores de risco: tempo de encarceramento, sinais e sintomas relativos às principais doenças sexualmente transmissíveis (DST, história de sífilis ou outras DST e práticas sexuais (homo/bissexualismo e número de parceiros. Foram calculados o valor preditivo positivo (VPP e negativo (VPN da história pregressa de sífilis obtida na anamnese. Uma soroprevalência global de 18,4% foi obtida, não havendo diferença entre as faixas etárias. O VPP do antecedente de sífilis foi de 26% significando que 74% dos indivíduos que referiram sífilis no passado não tiveram confirmação pelo VDRL. Entre os fatores de risco testados, a bissexualidade foi o único que apresentou associação estatisticamente significante com soropositividade (risco relativo 5,8 - LC 95% 1,2-16,0 p= 0,03. Foram discutidas as dificuldades metodológicas que poderiam ter influenciado nos resultados.

  3. Analgesia, sedação e relaxamento neuromuscular no doente ventilado em cuidados intensivos cardíacos: parte III: relaxantes neuromusculares

    OpenAIRE

    Vilela, H; D. Ferreira

    2006-01-01

    Neste artigo são revistos aspectos clínicos relevantes relacionados com a sedação, analgesia e relaxamento neuromuscular em cuidados intensivos cardíacos, incluindo métodos de monitorização e opções terapêuticas disponíveis. São ainda abordadas as implicações fisiopatológicas da dor, agitação, ansiedade e delírio no doente ventilado. Apesar de terem sido publicadas recentemente normas de orientação para sedação, analgesia e relaxamento neuromuscular em Cuidados I...

  4. Coocorrência de violência física e psicológica entre adolescentes namorados do recife, Brasil: prevalência e fatores associados

    OpenAIRE

    2013-01-01

    Os objetivos foram estimar a prevalência de perpetração de violência física e psicológica entre adolescentes namorados de Recife, identificar fatores associados e a coocorrência de ambos os tipos de violência. Participaram do estudo 302 adolescentes de escolas públicas e particulares, com idade entre 15 e 19 anos, que tiveram algum relacionamento amoroso no último ano e esses preencheram o questionário. Foram realizadas análise univariada e regressão logística e todas as análises estatísticas...

  5. Frequência e fatores associados à síndrome da mama fantasma em mulheres submetidas à mastectomia por câncer de mama

    OpenAIRE

    Medina,Julia de Mello Ramirez; Fabro,Erica Alves Nogueira; Silva,Blenda do Amaral e; Thuler,Luiz Claudio Santos; Bergmann, Anke

    2015-01-01

    OBJETIVO: Avaliar a frequência e os fatores de risco para o desenvolvimento da síndrome da mama fantasma em pacientes submetidas à mastectomia para o tratamento do câncer de mama.MÉTODOS: Estudo de coorte com mulheres atendidas em um hospital especializado da região sudeste do Brasil no período de setembro de 2008 a junho de 2009. Foram consideradas como tendo síndrome da mama fantasma pacientes com relato da presença de dor na mama fantasma e/ou sensação na mama fantasma. O estudo foi aprova...

  6. Características e fatores associados às quedas atendidas em serviços de emergência

    OpenAIRE

    Malta, Deborah Carvalho; Silva,Marta Maria Alves da; Mascarenhas, Marcio Denis Medeiros; Sa, Naiza Nayla Bandeira de; MORAIS NETO, Otaliba Libanio de; Bernal,Regina Tomie Ivata; Monteiro,Rosane Aparecida; Andrade, Silvania Suely Caribe de Araujo; Gawryszewski,Vilma Pinheiro

    2012-01-01

    OBJETIVO: Analisar as características dos atendimentos decorrentes de quedas em serviços de urgência e emergência e identificar fatores associados. MÉTODOS: Estudo transversal com 12.617 atendimentos decorrentes de quedas registrados no Sistema de Vigilância de Violências e Acidentes, coletados em 23 capitais e Distrito Federal, de setembro a novembro de 2009, por meio de uma amostra por conglomerado. Foi utilizada a técnica de análise de correspondência, por permitir a observação conjunta...

  7. Análise dos fatores relacionados a 60 casos de distocia em ovelhas no Agreste e Sertão de Pernambuco

    OpenAIRE

    Câmara,Antônio Carlos Lopes; Afonso,José Augusto Bastos; Dantas,Alexandre Cruz; Guimarães,Janaina Azevedo; Costa,Nivaldo de Azevêdo; Souza,Maria Isabel de; Mendonça,Carla Lopes de

    2009-01-01

    O presente trabalho objetiva relatar os principais tipos de distocias em ovelhas, no Agreste e Sertão de Pernambuco, e avaliar alguns fatores relacionados com sua ocorrência, bem como determinar a eficiência dos tratamentos utilizados. A maior incidência de partos distócicos ocorreu na estação chuvosa, com 61,7% dos casos. Os resultados mostraram predominância de distocias de origem materna (71,6%) sobre a fetal (29,4%), com maior incidência em ovelhas primíparas da raça Santa Inês, com gesta...

  8. Prevalência e fatores associados à prematuridade entre gestantes submetidas à inibição de trabalho de parto prematuro

    OpenAIRE

    Bezerra,Lucila Coca; Sonia M. Junqueira V. de Oliveira; Latorre,Maria do Rosário Dias de Oliveira

    2006-01-01

    OBJETIVOS: identificar a prevalência de parto prematuro em gestantes submetidas ao tratamento de inibição de trabalho de parto prematuro e analisar os fatores associados. MÉTODOS: estudo transversal, com dados coletados de 163 prontuários de gestantes submetidas a tratamento de inibição de trabalho de parto prematuro atendidas em 1995-2000, no Hospital Universitário da Universidade de São Paulo, Brasil. A variável dependente constituiu-se na ocorrência de parto prematuro e as independentes fo...

  9. Doença isquêmica do coração e fatores associados em adultos de Ribeirão Preto, SP

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suzana Alves de Moraes

    2012-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar a prevalência da doença isquêmica do coração em adultos e fatores associados. MÉTODOS: Estudo epidemiológico transversal de base populacional, conduzido em amostra ponderada de 2.471 adultos de ambos os sexos e com 30 anos ou mais residentes em Ribeirão Preto, SP, em 2007. A prevalência da doença foi estimada por pontos e por intervalos com 95% de confiança (IC95%, após a aplicação do Questionário Rose. Para a identificação de fatores associados (fatores sociodemográficos, de riscos cardiovasculares e relacionados ao acesso a serviços e ao padrão de atividade física, razões de prevalências brutas e ajustadas foram estimadas por meio da regressão de Poisson. RESULTADOS: A prevalência de doença isquêmica do coração foi maior no sexo feminino que no masculino, em todas as faixas etárias. No modelo final permaneceram independentemente associadas ao desfecho as seguintes variáveis: ter trabalho (RP = 0,54 [0,37;0,78]; antecedentes familiares de doença isquêmica do coração (RP = 1,55 [1,12;2,13]; hipertensão arterial (RP = 1,70 [1,18;2,46]; saúde autorreferida (RP = 2,15 [1,40;3,31]; duração do hábito de fumar (3° terço (RP = 1,73 [1,08;2,76]; circunferência da cintura alterada (RP = 1,79 [1,21;2,65] e hipertrigliceridemia (RP = 1,48 [1,05;2,10]. Teste de tendência linear para as RP nas categorias da variável saúde autorreferida apresentou significância estatística (p < 0,05. CONCLUSÕES: Além da elevada prevalência de doença isquêmica do coração, os fatores associados ao desfecho são quase todos modificáveis e passíveis de intervenção por meio de políticas públicas.

  10. Fatores de risco nutricionais nas complicações pós-operatórias em pacientes idosos submetidos a cirurgias eletivas de grande porte

    OpenAIRE

    Jose Carlos dos Santos Junqueira

    2002-01-01

    Resumo: Este estudo prospectivo foi desenvolvido com o objetivo de avaliar variáveis nutricionais como fatores de risco para complicações infecciosas e óbito decorrente destas, em pacientes idosos submetidos a cirurgias eletivas de grande porte. Foram selecionados 70 pacientes, no período de dois anos, com idade igual ou superior a 60 anos, analisando-se no pré-operatório as variáveis: índice de massa corpórea, índice de massa corpórea com estatura joelho-pé, prega cutânea do tríceps, prega c...

  11. Análise da sobrevida e fatores associados à mortalidade em receptores de transplante renal em Hospital Universitário no Maranhão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Inês Gomes de Oliveira

    2012-09-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: O transplante renal (TR é considerado como a melhor terapia para a Doença Renal Crônica (DRC. Fatores associados à sobrevida dos receptores de TR devem ser avaliados tendo em vista a implementação de condutas adequadas no manejo desses pacientes. OBJETIVOS: Analisar a sobrevida de receptores de TR e fatores associados à sua mortalidade. MÉTODOS: Estudo observacional de coorte, retrospectivo, com todos os 215 pacientes submetidos a TR no Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão-HUUFMA, entre 18 de março de 2000 e 18 de setembro de 2008, com seguimento mínimo de 12 e máximo de 101 meses. Características demográficas e clínicas dos pacientes foram observadas. Utilizou-se o método Kaplan-Meier para construção das curvas de sobrevida do paciente, sendo as mesmas comparadas pelo teste log-rank. O modelo de riscos proporcionais de Cox identificou fatores associados à mortalidade. RESULTADOS: A prevalência de óbito no período foi de 10,6%. A sobrevida de 1, 3 e 5 anos com doadores vivos foi de 97,8%, 94,1% e 92,9%, respectivamente, e com doadores falecidos, 95,6% e 95,6% para 1 e 3 anos, respectivamente. Foram fatores associados à menor sobrevida do paciente: idade > 40 anos (RR = 6,19; p = 0,001; IC 95% = 2,01-18,99 e intercorrência cirúrgica (RR = 4,98; p = 0,041; IC 95% = 1,07-23,27. CONCLUSÕES: As taxas de sobrevida do receptor de TR no HUUFMA foram semelhantes àquelas encontradas em outros trabalhos, nacionais e internacionais. Idade do receptor acima de 40 anos e intercorrências cirúrgicas foram significantemente associados à mortalidade do paciente neste estudo.

  12. Associação de consumo de café da manhã com fatores de risco cardiometabólico

    OpenAIRE

    2013-01-01

    OBJETIVO: o objetivo deste estudo foi avaliar a associação do consumo de café da manhã com fatores de risco cardiometabólico em uma amostra representativa, em termos nacionais, de pacientes de pediatria iranianos. MÉTODOS: os participantes do estudo, composto de 5.625 alunos em idade escolar de 10-18 anos, participaram da terceira pesquisa do sistema nacional de vigilância nas escolas (CASPIAN-III). Eles foram classificados em três grupos, com base na quantidade de dias em que consumiam café ...

  13. Fatores na infância e adolescência que podem influenciar o processamento auditivo: revisão sistemática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nádia Giulian de Carvalho

    2015-10-01

    Full Text Available Resumo: Há consenso na literatura da importância do sistema auditivo para o desenvolvimento da linguagem oral e escrita. O Distúrbio do Processamento Auditivo refere-se à dificuldade no processamento de informações auditivas, não sendo devido à perda auditiva, nem ao déficit intelectual. O objetivo desta revisão sistemática da literatura foi analisar quais fatores ocorridos na infância e adolescência podem influenciar no processamento auditivo, não necessariamente sendo a causa ou consequência do distúrbio. Foram utilizadas as bases SciELO e PUBMed por duas pesquisadoras de forma independente. Os descritores utilizados foram: processamento auditivo; percepção auditiva; crianças; adolescentes, em combinações variadas. Dentre os 205 artigos identificados, 30 artigos corresponderam aos critérios de inclusão, sendo analisados. Apenas dois estudos demonstraram fatores positivos influenciando a habilidade do processamento auditivo: a influência da estimulação musical na infância e o uso de Metilfenidato, como tratamento doTranstorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade. As influências são, em sua maioria, negativas ao processamento auditivo, destacando-se a relação do distúrbio com a dislexia, dificuldades escolares, distúrbio específico de linguagem, nível socioeconômico baixo, Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade, nascimento pré-termo, desvio fonológico, deficiência visual, respiração oral, gagueira, otite média, fissura labiopalatina, anemia, exposição ao mercúrio metálico, síndrome da apnéia/hipopnéiaobstrutiva do sono, acidente vascular cerebral, crianças em vulnerabilidade social e crianças disfônicas. O Processamento Auditivo mostra-se sensível as influências negativas de fatores ambientais, químicos, condições socioeconômicas, alterações de linguagem, auditivas, e neurológicas. A exposição à música e o uso de Metilfenidato foram os únicos fatores, com influ

  14. Estrutura de governança, recursos humanos e qualidade como fatores críticos de sucesso nas empresas de software : um modelo transacional

    OpenAIRE

    Holtz, Luiz Guilherme Coimbra

    2010-01-01

    Este trabalho analisa as transações entre empresa fabricante de software e empresa usuária de software sob a ótica da empresa fabricante. A abordagem da transação leva em consideração os seguintes fatores: estrutura de governança transacional, recursos humanos necessários à empresa fabricante e qualidade na transação buscada pela empresa fabricante. O modelo ajuda a explicar a dinâmica da transação e se propõe a auxiliar agentes a decidir e negociar temas polêmicos como tipo...

  15. Impacto de fatores sistêmicos e comportamentais sobre os resultados do tratamento de defeitos periodontais com proteínas derivadas da matriz do esmalte

    OpenAIRE

    Mônica Grazieli Corrêa

    2013-01-01

    Resumo: Fator sistêmico e comportamental tem sido relacionado não somente com o início e progressão da doença periodontal, mas também com a resposta ao tratamento dessa doença. Os objetivos destes estudos foram avaliar o efeito das proteínas derivadas da matriz do esmalte (EMD) sobre reparo e regeneração de defeitos periodontais não contaminados em ratos submetidos a: i) diabetes mellitus induzida (DM); ii) estresse crônico (EC). Métodos: Para cada trabalho, foram designados os seguintes grup...

  16. Combinação de fatores de risco relacionados à síndrome metabólica em militares da Marinha do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Filipe Ferreira da Costa

    2011-12-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: As doenças cardiovasculares representam a principal causa de morte na população, e a síndrome metabólica (SM é uma condição clínica significativamente associada ao aumento da morbimortalidade. OBJETIVO: Descrever o padrão de combinação dos fatores de risco relacionados ao diagnóstico de SM em militares da Marinha do Brasil e identificar eventuais variáveis associadas à presença da referida síndrome nessa população. MÉTODOS: Estudo transversal envolvendo 1.383 homens (18-62 anos lotados nas organizações militares da Grande Natal-RN. O critério utilizado para diagnóstico de SM foi o proposto pela International Diabetes Association. A razão entre a prevalência observada e a esperada e os respectivos intervalos de confiança foram utilizados para identificar as combinações de fatores de risco que excediam o esperado para a população. A análise de regressão logística foi utilizada para identificar variáveis associadas à SM. RESULTADOS: A prevalência de SM foi de 17,6%. Aproximadamente um terço dos militares apresentou dois ou mais fatores de risco para SM. Todas as combinações específicas dos fatores de risco para SM que excederam a prevalência esperada apresentaram a obesidade abdominal como um de seus componentes. Nas análises ajustadas, idade, tabagismo e nível de atividade física mantiveram-se associados à SM. CONCLUSÃO: Nossos achados reforçam a constante presença da obesidade abdominal no fenótipo da SM. Além disso, nossos dados também suportam a ideia de que idade, tabagismo e baixo nível de atividade física são variáveis independentes para a ocorrência de SM.

  17. Fatores de risco para absenteísmo com licença médica em trabalhadores da indústria de petróleo

    OpenAIRE

    Nágila Soares Xavier Oenning; Fernando Martins Carvalho; Veronica Maria Cadena Lima

    2014-01-01

    OBJETIVO : Identificar fatores de risco para o absenteísmo com licença médica em trabalhadores de empresa de petróleo. MÉTODOS : Estudo caso-controle (120 casos e 656 controles) aninhado a um estudo de coorte retrospectivo com todos os trabalhadores de uma empresa de petróleo na Região Norte-Nordeste do Brasil entre 2007 e 2009. A variável resposta utilizada para representar o absenteísmo com licença médica foi a incidência mé...

  18. Fatores determinantes do (in)sucesso de clínicas/gabinetes particulares com a valência de terapia da fala nos distritos de Porto e Aveiro

    OpenAIRE

    MOREIRA, Daniela

    2011-01-01

    A presente dissertação apresenta o resultado de uma pesquisa realizada, através da recolha de dados, nos distritos do Porto e Aveiro, onde foram analisados os fatores determinantes do (in)sucesso estratégico de clínicas/gabinetes (CG) particulares com a valência de terapia da fala (TF). Inicia com a apresentação de algumas considerações conceptuais relativas à empresa, organização e inovação. De seguida, são descritos os principais passos a dar em Portugal para a constituição de u...

  19. SEDENTARISMO ENTRE USUÁRIOS DE CENTROS DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL EM PELOTAS-RS: PREVALÊNCIA E FATORES ASSOCIADOS

    OpenAIRE

    Duarte Júnior, Osvaldo

    2011-01-01

    Objetivo: Descrever a prevalência de sedentarismo entre usuários de Centros de Atenção Psicossocial de Pelotas e investigar fatores associados. Métodos: Estudo de delineamento transversal aninhado à uma coorte prospectiva entre os usuários dos CAPS de Pelotas/RS. Utilizou-se um questionário padronizado contendo questões pré-codificadas. A variável dependente foi o sedentarismo no lazer, avaliado através do Questionário Internacional de Atividade Física (IPAQ) na versão curta...

  20. Curso evolutivo e fatores de progressão da nefropatia diabética em pacientes com diabete melito tipo 2

    OpenAIRE

    Marcia Murussi

    2005-01-01

    A nefropatia diabética (ND) é uma complicação microvascular freqüente, que acomete cerca de 40% dos indivíduos com diabete melito (DM). A ND associa-se a significativo aumento de morte por doença cardiovascular. É a principal causa de insuficiência renal terminal em países desenvolvidos e em desenvolvimento, representando, dessa forma, um custo elevado para o sistema de saúde. Os fatores de risco para o desenvolvimento e a progressão da ND mais definidos na literatura são a hiperglicemia e a ...

  1. Efeito de fatores neurotróficos sobre o reparo de nervo periférico = Effect of neurotrophic factors on peripheral nerve repair

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sebben, Alessandra Deise

    2011-01-01

    Conclusões: é possível concluir que a combinação de dois ou mais fatores de crescimento provavelmente exerça um efeito sinérgico na regeneração do nervo, principalmente quando associada a biomateriais absorvíveis com liberação controlada. Apesar do conhecimento obtido sobre essas proteínas apontar para um melhora da regeneração nervosa, ainda são necessários mais estudos experimentais antes de transpô-los para a aplicação clínica

  2. Fatores associados ao câncer de boca: um estudo de caso-controle em uma população do Nordeste do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jarielle Oliveira Mascarenhas Andrade

    2015-12-01

    Full Text Available RESUMO: Objetivo: Esta pesquisa objetivou conhecer a associação entre fatores como: idade, sexo, cor da pele, ocupação, nível de escolaridade, situação conjugal, local de residência, tabagismo, etilismo e o câncer de boca em indivíduos de uma cidade do Nordeste do Brasil entre 2002 e 2012. Métodos: Este estudo é do tipo caso-controle. O grupo caso foi formado por 127 pessoas atendidas no Centro de Referência de Lesões Bucais com diagnóstico histopatológico de carcinoma de células escamosas (CCE de boca. O grupo controle foi composto por 254 indivíduos desse mesmo centro. Consideraram-se dois controles para cada caso. Casos e controles foram ajustados por sexo e idade. Foram realizadas as análises univariada e bivariada (teste do χ2 de Pearson para verificar a associação entre a variável dependente (câncer de boca e as variáveis independentes; foram calculados a odds ratio (OR e o intervalo de confiança de 95% (IC95%. Por fim, na análise multivariada, foi utilizado o modelo hierarquizado com regressão logística para avaliar as inter-relações entre as variáveis independentes e o câncer de boca. Resultados: O consumo de mais de 20 cigarros por dia [OR = 6,64; IC95% 2,07 - 21,32; p ≤ 0,001], a alta ingestão de bebida alcoólica [OR = 3,25; IC95% 1,03 - 10,22; p ≤ 0,044] e o consumo sinérgico de tabaco e álcool [OR = 9,65; IC95% 1,57 - 59,08; p ≤ 0,014] são os fatores de risco mais importantes para o câncer bucal. Conclusão: Concluiu-se que tabagismo e etilismo são os fatores mais importantes para o desenvolvimento do câncer bucal. Fatores sociodemográficos não apresentaram associação com essa neoplasia após ajuste para tabagismo e etilismo.

  3. Fatores protetores e de risco envolvidos na transmissão vertical do HIV-1 Protective and risk factors related to vertical transmission of the HIV-1

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosângela P. Gianvecchio

    2005-04-01

    Full Text Available Este estudo avalia os fatores maternos e fetais envolvidos na transmissão vertical do HIV-1 em 47 pares de mãe e filho. As variáveis comportamentais, demográficas e obstétricas foram obtidas mediante entrevista; os dados referentes ao parto e ao recém-nascido, dos prontuários das maternidades. Durante o terceiro trimestre de gestação foi realizada a contagem da carga viral materna e dos linfócitos T CD4+. A média de idade foi de 25 anos e 23,4% das gestantes eram primigestas, e o fator comportamental mais prevalente foi não usar preservativos. Dentre as gestantes, 48,9% tinham células CD4+ superior a 500 células/mm³ e 93,6% se enquadravam na categoria clínica A; 95,7% submeteram-se à profilaxia com zidovudina durante a gestação ou no parto, a qual foi ministrada a todos os recém-nascidos; 50,0% delas foram submetidas à cesárea eletiva. Apesar de expostas a vários fatores de risco e protetores, nenhuma criança tornou-se infectada. A transmissão vertical resulta de um desequilíbrio entre os fatores, com predomínio dos de risco sobre os protetores.This study aimed to evaluate maternal and fetal factors related to vertical transmission of HIV-1. Participants included 47 mother-child pairs. Behavioral, demographic, and obstetric data were obtained through interviews. Data related to delivery and newborns were collected from registries in the maternity hospitals. During the third trimester of pregnancy, CD4+ T lymphocytes and maternal viral load were measured. Mean age of the mothers was 25 years and 23.4% of the pregnant women were primigravidae. The most prevalent behavioral factor was lack of condom use. 48.9% of the women presented a CD4+ count greater than 500 cells/ mm³, and 93.6% belonged to clinical category A. 95.7% of the women received zidovudine prophylaxis during pregnancy or childbirth, and the medication was also administered to all the neonates. 50.0% of patients were submitted to elective cesareans. Despite

  4. Fatores determinantes do (in)sucesso de clínicas/gabinetes particulares com a valência de terapia da fala nos distritos de Porto e Aveiro

    OpenAIRE

    Moreira, Daniela

    2011-01-01

    A presente dissertação apresenta o resultado de uma pesquisa realizada, através da recolha de dados, nos distritos do Porto e Aveiro, onde foram analisados os fatores determinantes do (in)sucesso estratégico de clínicas/gabinetes (CG) particulares com a valência de terapia da fala (TF). Inicia com a apresentação de algumas considerações conceptuais relativas à empresa, organização e inovação. De seguida, são descritos os principais passos a dar em Portugal para a constituição de u...

  5. A identificação de fatores inerentes ao trabalho prisional: fundamentos na busca da reintegração social do detento

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Marino Costa

    2001-01-01

    Full Text Available O presente artigo apresenta uma revisão da literatura acerca dos fatores inerentes ao trabalho prisional, abordando inicialmente a motivação e relacionamento humano. Em seguida é apresentado algum apontamento em relação à frustração. Após, um tópico específico sobre o desenvolvimento do interno. Posteriormente, a utilização do trabalho com terapia ocupacional e, finalmente, a motivação através da qualidade no trabalho.

  6. Estrutura de governança, recursos humanos e qualidade como fatores críticos de sucesso nas empresas de software : um modelo transacional

    OpenAIRE

    Holtz, Luiz Guilherme Coimbra

    2010-01-01

    Este trabalho analisa as transações entre empresa fabricante de software e empresa usuária de software sob a ótica da empresa fabricante. A abordagem da transação leva em consideração os seguintes fatores: estrutura de governança transacional, recursos humanos necessários à empresa fabricante e qualidade na transação buscada pela empresa fabricante. O modelo ajuda a explicar a dinâmica da transação e se propõe a auxiliar agentes a decidir e negociar temas polêmicos como tipo...

  7. Fatores preditivos da reincidência : análise de uma amostra aleatória de reclusos portugueses do sexo masculino

    OpenAIRE

    2012-01-01

    Dissertação mestrado integrado Psicologia (área de especialização em Psicologia da Justiça) O desenvolvimento de qualquer investigação pressupõe a existência de algo que nos inquieta e nos induz curiosidade e este trabalho não constitui uma exceção. Assim sendo, formulou-se como questão de investigação: quais os fatores preditivos da reincidência criminal, tendo como base a análise retrospetiva de uma amostra aleatória de reclusos portugueses do sexo masculino. Propusemos como principai...

  8. Fatores preditivos para desenvolvimento da fístula faringocutânea: revisão sistemática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suzana Boltes Cecatto

    2014-04-01

    Full Text Available Objetivo: Fístula faringocutânea é uma das maiores complicações pós-operatórias de laringectomia total e faringolaringectomia, podendo causar graves efeitos adversos ao paciente e à sociedade. Nosso objetivo é identificar todos os fatores preditivos e as classificações do risco descrito para a formação da fístula. Método: Pesquisa racional foi realizada para identificação de todos os estudos sobre fatores preditivos e classificações/probabilidade de risco ao desenvolvimento da fistula faringocutânea, publicados até abril de 2012 (n = 846. Os estudos incluídos foram analisados e os dados, a identificação, a qualidade metodológica e os resultados foram registrados. Resultados: Um total de 39 estudos foi incluído. As variáveis relacionadas foram deficiência nutricional, ASA, alto consumo de álcool, anemia e hipoalbuminemia, comorbilidades, N avançado, localização/extensão do tumor primário, tratamentos pré- cirúrgicos radioterapia/ quimioradioterapia, traqueostomia de emergência, status das margens cirúrgicas, duração da cirurgia, experiência do cirurgião, complicações locais da ferida cirúrgica, transfusão de sangue intraoperatória e relação entre sonda nasogástrica e alimentação oral. Conclusão: Nos estudos, muitos fatores de risco são associados ao desenvolvimento da fístula faringocutânea. Entretanto, ainda não existe um consenso sobre a seleção dos fatores mais influentes. Foram encontrados somente dois sistemas de classificações de riscos, e nenhum deles foi preditivo do desenvolvimento da fístula faringocutânea.

  9. Fatores relacionados com as respostas da testosterona e do cortisol ao treinamento de força Factors concerned with the testosterone and cortisol response to strength training

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eduardo Lusa Cadore

    2008-02-01

    Full Text Available Esse artigo visa revisar os resultados encontrados na literatura a respeito dos diversos fatores relacionados com a resposta hormonal aguda e crônica ao treinamento de força. Foi observado que existe uma estreita relação entre a treinabilidade de indivíduos submetidos ao treinamento de força e os níveis circulantes de testosterona nesses sujeitos. Além disso, outros parâmetros hormonais, tais como as razões entre a testosterona e sua proteína carreadora e entre a testosterona com o cortisol, também foram relacionados com a capacidade de aumento de força. Diversos fatores ligados à sessão de treino, além das características da população investigada, influenciam a resposta hormonal aguda e crônica ao treinamento. Entre esses fatores, o volume e a intensidade são as principais variáveis ligadas à magnitude dessa resposta. A determinação de quais fatores possam estar estreitamente relacionados com a resposta hormonal ao treinamento de força pode ser importante para o estabelecimento de uma sessão de treino e uma periodização que otimizem o ambiente anabólico determinado pelas concentrações de testosterona e cortisol, e, dessa forma, maximizar os ajustes neuromusculares decorrentes desse tipo de treinamento.This study aims to review the results found in the literature concerning a variety of factors related to the acute and chronic hormonal response to strength training. It has been observed that there is a close relationship between the trainability of individuals submitted to strength training and the circulating testosterone levels in these subjects. Moreover, other hormonal parameters, such as the ratios between testosterone and its binding protein and between testosterone and cortisol, were also related to the ability to increase strength. Besides the characteristics of the population investigated, several factors associated with the training session affect the acute and chronic hormonal response to training

  10. Influenza pandêmica A (H1N1) 2009: fatores de risco para o internamento Pandemic influenza A (H1N1) 2009: risk factors for hospitalization

    OpenAIRE

    2012-01-01

    OBJETIVO: Avaliar os aspectos da influenza pandêmica A (H1N1) 2009 em pacientes hospitalizados a fim de identificar os fatores de risco para o internamento e, consequentemente, para o agravamento da doença. MÉTODOS: Estudo observacional e retrospectivo realizado entre março e dezembro de 2010. Os dados foram coletados a partir do Sistema Nacional de Agravos de Notificação do Ministério da Saúde. Foram incluídos somente os pacientes hospitalizados e não hospitalizados com confirmação laborator...

  11. Características sociodemográficas e fatores importantes para a manutenção da saúde em mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Cristina Sales

    2014-12-01

    Full Text Available Objetivo: Investigar fatores importantes para a manutenção da saúde e as características socioeconômicas e demográficas de mulheres usuárias de Unidades Básicas de Saúde. Métodos: Estudo observacional, transversal e analítico, realizado em 2011, envolvendo 204 mulheres assistidas em 16 unidades do município de Queimadas, Paraíba. Obtiveram-se informações referentes às características demográficas (local de moradia, cor da pele, idade e situação conjugal, socioeconômicas (nível de escolaridade e recebimento do Bolsa Família, e hábitos de vida (alimentação, tabagismo, consulta médica, sedentarismo, ingestão de bebidas alcoólicas, controle do peso e do estresse por meio de questionário, ao qual aplicou-se estatística descritiva e razão de prevalência. Resultados: As participantes apresentaram idade média de 28,22 anos (DP=6,49. A maioria residia na zona rural (n=126; 61,76%, declarou saber ler ou escrever (n=184; 90,2% e receber o benefício Bolsa Família (n=153; 75,0%. Os fatores mais importantes para a manutenção da saúde foram a alimentação saudável (n=126; 61,8%, o não tabagismo (n=21; 10,3% e a consulta médica regular (n=19; 9,3%. As variáveis socioeconômicas e demográficas não apresentaram associações estatísticas significativas com os fatores importantes para manutenção da saúde. Conclusão: A população estudada reconhece a alimentação saudável, o não tabagismo e as consultas médicas regulares como os fatores mais importantes para a manutenção da saúde.

  12. Fatores de Virulência de Bacillus thuringiensis Berlinier: O Que Existe Além das Proteínas Cry?

    OpenAIRE

    Laurival A Vilas-Boas; Rita C. Alvarez; dos Santos, Clelton A.; Gislayne Trindade Vilas-Bôas

    2012-01-01

    As proteínas Cry produzidas pela bactéria entomopatogênica Bacillus thuringiensis Berliner são bem conhecidas devido a alta citotoxicidade que exibem a uma variedade de insetos-alvo. O modo de ação destas p