WorldWideScience

Sample records for fator associado ao

  1. Fatores associados a baixa adesao ao tratamento medicamentoso em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Noemia Urruth Leao Tavares

    2013-12-01

    Full Text Available OBJETIVO : Analisar fatores associados à baixa adesão ao tratamento medicamentoso em idosos. MÉTODOS : Estudo transversal de base populacional, com amostra representativa de 1.593 indivíduos com 60 anos ou mais, residentes na região urbana de Bagé, RS, em 2008. A amostragem foi realizada em múltiplos estágios. Os dados foram coletados em entrevistas individuais nos domicílios. Analisou-se a associação entre a baixa adesão referida ao tratamento medicamentoso mensurado pelo Brief Medication Questionnaire (BMQ e fatores demográficos, socioeconômicos, comportamentais e de saúde, assistência e prescrição. Foi utilizado modelo de regressão de Poisson para estimar as razões de prevalência bruta e ajustada, os respectivos intervalos de confiança de 95% e p-valor (teste de Wald. RESULTADOS : Cerca de 78,0% dos indivíduos referiram ter usado algum medicamento nos sete dias precedentes à entrevista. Desses, cerca de 1 / 3 foram considerados com baixa adesão ao tratamento. Os fatores significativamente associados à baixa adesão foram: idade (65 a 74 anos, não ter plano de saúde, ter que comprar (totalmente ou em parte os seus medicamentos, ter três ou mais morbidades, possuir incapacidade instrumental para a vida diária e usar três ou mais medicamentos. CONCLUSÕES : A utilização elevada de medicamentos, decorrente da alta prevalência de doenças crônico-degenerativas em idosos, e o acesso ao tratamento devem ser considerados pelos profissionais de saúde para adoção de estratégias que visem diminuir a baixa adesão ao tratamento, aumentando a resolutividade terapêutica e a qualidade de vida desses pacientes.

  2. Fatores de risco associados ao comportamento alimentar inadequado em futebolistas

    OpenAIRE

    Leonardo de Sousa Fortes; Marcelo de Oliveira Matta; Santiago Tavares Paes; Maria Elisa Caputo Ferreira

    2012-01-01

    O comportamento alimentar inadequado (CAI) parece estar associado a diversos fatores. No entanto, a população de atletas, principalmente do sexo masculino, é carente de investigações deste tipo. O objetivo do presente estudo foi identificar fatores de risco para o CAI em jovens futebolistas. Foram avaliados 271 futebolistas de Juiz de Fora/MG. Avaliou-se o CAI mediante aplicação do Eating Attitudes Test (EAT-26). A insatisfação corporal foi verificada por intermédio do Body Shape Questionnair...

  3. Forma clínica e fatores de risco associados ao estrabismo na binocularidade visual

    OpenAIRE

    Maria Nice Araujo Moraes Rocha; Aline Sanches; Flávia Fernandes Pessoa; Gladsonda Silva Braz; Larah Pereira Rego; Luíza Jácomo Auad; Pâmela de Castro Araujo Ribeiro

    2016-01-01

    RESUMO Objetivo: Identificar e analisar fatores de risco associados ao estrabismo, dados oftalmológicos e antecedentes pessoais e familiares. Métodos: Estudo prospectivo, descritivo e analítico realizado com 240 pacientes que consultaram pela primeira vez nos ambulatórios de estrabismo. Foram avaliadas a frequência e associação entre estrabismo, dados de exames oftalmológicos e antecedentes pessoais e familiares para identificação dos fatores de risco. Resultados: Observou-se maior prevalê...

  4. Forma clínica e fatores de risco associados ao estrabismo na binocularidade visual

    OpenAIRE

    Maria Nice Araujo Moraes Rocha; Aline Sanches; Flávia Fernandes Pessoa; Gladsonda Silva Braz; Larah Pereira Rego; Luíza Jácomo Auad; Pâmela de Castro Araujo Ribeiro

    2016-01-01

    RESUMO Objetivo: Identificar e analisar fatores de risco associados ao estrabismo, dados oftalmológicos e antecedentes pessoais e familiares. Métodos: Estudo prospectivo, descritivo e analítico realizado com 240 pacientes que consultaram pela primeira vez nos ambulatórios de estrabismo. Foram avaliadas a frequência e associação entre estrabismo, dados de exames oftalmológicos e antecedentes pessoais e familiares para identificação dos fatores de risco. Resultados: Observou-se maior prevalê...

  5. Fatores associados ao fumo em gestantes avaliadas em cidades brasileiras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kroeff Locimara Ramos

    2004-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a correlação dos fatores sociodemográficos e estilo de vida com o hábito de fumar em gestantes atendidas em hospitais. MÉTODOS: O delineamento foi o de um estudo transversal. A amostra foi composta por 5.539 gestantes atendidas em ambulatórios de pré-natal em hospitais públicos credenciados nas cidades de Manaus, Fortaleza, Salvador, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre, entre 1991 e 1995. A seleção foi consecutiva para todas as gestantes com 20 anos ou mais de idade, excetuando-se aquelas com diabetes prévia à gestação. Foram realizadas medidas antropométricas e entrevistas entre a 21ª e a 28ª semanas da gravidez. Por meio de um questionário padronizado, considerou-se como fumante quem informou fumar um ou mais cigarros por dia, como ex-fumante quem informou ter fumado mais de um cigarro por dia e ter cessado, e não fumantes quem informou nunca ter fumado um ou mais cigarros por dia. RESULTADOS: O hábito de fumar na gestação associou-se à baixa escolaridade (RC=2,13; IC 95%: 1,76-2,57 e paridade (RC=1,84; IC 95%: 1,53-2,21. Para o aumento da idade da gestante e uso de bebidas alcóolicas também foram observadas associações positivas com o fumo na gestação. Não foi observada nenhuma associação significativa entre cor da pele e situação ocupacional com fumo na gestação. Um efeito protetor foi observado para mulheres casadas ou com companheiro (RC=0,55; IC 95%: 0,42-0,72. Entre as cidades, tomando Manaus como referência, Porto Alegre apresentou o maior risco para fumo na gestação (RC=5,00; IC 95%: 3,35-7,38, seguida de São Paulo (RC=3,42; IC 95%: 2,25-5,20, Rio de Janeiro (RC=2,53; IC 95%: 1,65-3,88 e Fortaleza (RC=2,56; IC95%: 1,74-3,78. CONCLUSÕES: Os achados são semelhantes àqueles descritos na literatura com relação à escolaridade, paridade e situação conjugal. Entretanto, nenhuma associação com a cor da pele foi observada na análise multivariada. As ex-fumantes mostraram

  6. Forma clínica e fatores de risco associados ao estrabismo na binocularidade visual

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Nice Araujo Moraes Rocha

    2016-02-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo: Identificar e analisar fatores de risco associados ao estrabismo, dados oftalmológicos e antecedentes pessoais e familiares. Métodos: Estudo prospectivo, descritivo e analítico realizado com 240 pacientes que consultaram pela primeira vez nos ambulatórios de estrabismo. Foram avaliadas a frequência e associação entre estrabismo, dados de exames oftalmológicos e antecedentes pessoais e familiares para identificação dos fatores de risco. Resultados: Observou-se maior prevalência de estrabismo em mulheres (56,96% em relação aos homens (43,02%. A faixa etária mais atendida no ambulatório de estrabismo foi composta de crianças até 15 anos de idade (83,54%. Encontrou-se mais esotropia (55,27% que exotropia (42,20% e parcela menor de estrabismo vertical isolado (2,53%. A prematuridade foi associada ao estrabismo convergente (p=0,023 e não ao divergente (p=0,086. O diabetes mellitus materno foi associado à esotropia (p=0,024 e exotropia (p=0,036 no filho, mas a hipertensão arterial materna, uso de medicamentos para hipertensão e diabetes durante a gravidez e drogas ilícitas não foram estatisticamente significativos. Pacientes com paralisia cerebral tiveram mais associação com exotropia (p=0,008 que esotropia (p=0,019. Malformações congênitas, consanguinidade entre os pais e traumas oculares não apresentaram associação estatisticamente significativa para o estrabismo. A maioria dos pacientes com estrabismo apresentou boa acuidade visual corrigida e fundoscopia normal. Na análise de proporções a hipermetropia foi mais frequente na esotropia (68,7%. Conclusão: Os fatores de riscos internos e externos podem interferir na formação e desenvolvimento do olho na fase de plasticidade ocular, com prejuízo da binocularidade visual, podendo resultar em estrabismo. Há divergências com relação aos fatores de risco realmente associados e mais estudos são necessários para a identificação.

  7. Prevalência e fatores associados ao sedentarismo em adolescentes de área urbana

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Helena Klee Oehlschlaeger

    2004-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Determinar a prevalência e fatores associados ao sedentarismo em adolescentes residentes em uma área urbana. MÉTODOS: Realizou-se estudo transversal em uma amostra representativa de 960 adolescentes com idades entre 15 e 18 anos, em 2002, em Pelotas, Estado do Rio Grande do Sul. Os dados foram coletados por meio de um questionário anônimo e auto-aplicado. Foi definindo como sedentário o adolescente que participava de atividades físicas por um tempo menor do que 20 minutos diários e uma freqüência menor do que três vezes por semana. Variáveis sociodemográficas e comportamentais foram avaliadas. Para as comparações entre proporções, utilizou-se o teste do qui-quadrado, e para a análise multivariada, a regressão de Poisson com ajuste robusto para as variâncias. Foi feito controle para efeito de delineamento. RESULTADOS: Foram entrevistados 960 adolescentes, dos quais 39% foram considerados sedentários. As meninas foram mais sedentárias do que os meninos, 2,45 (IC 95% 2,06-2,92. Os adolescentes das classes sociais mais baixas foram mais sedentários, 1,35 (IC 95% 1,06-1,72. Escolaridade inferior a quatro anos de estudo do adolescente 1,30 (IC 95% 1,01-1,68 e da mãe 1,75 (IC 95% 1,31-2,23 apresentaram maior risco para o sedentarismo. Após controle para possíveis fatores de confusão, mostrou-se também positiva a associação entre o sedentarismo e a presença de transtornos psiquiátricos menores e relação inversa, fator de proteção para os sexualmente ativos 0,84 (IC 95% 0,71-0,99. CONCLUSÕES: Ser do sexo feminino, pertencer à classe social baixa, ter uma baixa escolaridade e ser filho de mãe com baixa escolaridade são fatores associados ao sedentarismo.

  8. Fatores associados aos sintomas depressivos em idosos: estudo EpiFloripa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucelia Justino Borges

    2013-08-01

    Full Text Available OBJETIVO Analisar a prevalência e fatores associados a sintomas depressivos em idosos. MÉTODOS Estudo epidemiológico transversal e de base domiciliar (inquérito EpiFloripa Idoso com 1.656 idosos, realizado por conglomerados em dois estágios, setores censitários e domicílios, em Florianópolis, SC. A prevalência de sintomas depressivos (desfecho foi obtida por meio da Geriatric Depression Scale (GDS-15, e testadas associações segundo variáveis sociodemográficas, de saúde, comportamentais e sociais. Foram calculadas razões de prevalências brutas e ajustadas com intervalo de 95% de confiança por regressão de Poisson. RESULTADOS A prevalência de sintomas depressivos foi de 23,9% (IC95% 21,84;26,01. Os fatores de risco associados no modelo final foram: escolaridade de cinco a oito anos (RP = 1,50; IC95% 1,08; 2,08, um a quatro anos (RP = 1,62; IC95% 1,18; 2,23 e nenhum ano de estudo (RP = 2,11; IC95% 1,46;3,05; situação econômica pior quando comparada com a que tinha aos 50 anos (RP = 1,33; IC95% 1,02;1,74; déficit cognitivo (RP = 1,45; IC95% 1,21;1,75; percepção de saúde regular (RP = 1,95; IC95% 1,47;2,60 e ruim (RP = 2,64; IC95% 1,82;3,83; dependência funcional (RP = 1,83; IC95% 1,43; 2,33; e dor crônica (RP = 1,35; IC95% 1,10;1,67. Grupo etário de 70 a 79 anos (RP = 0,77; IC95% 0,64;0,93; atividade física de lazer (RP = 0,75; IC95% 0,59;0,94; participação em grupos de convivência ou religiosos (RP = 0,80; IC95% 0,64;0,99; e ter relação sexual (RP = 0,70; IC95% 0,53;0,94 mostraram-se fatores protetores ao aparecimento dos sintomas depressivos. CONCLUSÕES Situação clínica adversa, desvantagem socioeconômica e pouca atividade social e sexual mostraram-se associadas aos sintomas depressivos em idosos.

  9. Fatores associados ao aborto induzido entre jovens pobres na cidade de São Paulo, 2007

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rebeca de Souza e Silva

    2012-12-01

    Full Text Available Esse artigo investiga fatores associados ao aborto induzido entre jovens residentes numa comunidade pobre da cidade de São Paulo. A amostra foi composta por 102 homens e 99 mulheres de 14 a 25 anos de idade que já haviam iniciado suas vidas sexuais. Usou-se o modelo hierárquico de regressão logística. As variáveis não ter companheiro sexual no momento da entrevista, sexo do entrevistado, idade no momento da entrevista, priorizar morar só e número de gestações compuseram o modelo final. Dar muita importância a morar só quadruplica a chance de ocorrer um aborto. Jovens mais velhos foram menos propensos a se deparar com um aborto, dado que a chance de se optar pelo aborto se reduz 17% para cada incremento de um ano na idade dos jovens. Isso é indicativo de que as gestações ocorreram de forma inesperada, intempestiva, como é praxe nas condutas adolescentes, sendo as maiores candidatas a terminarem em aborto provocado. Evidencia-se, portanto, a necessidade de serem investidos recursos financeiros para obtenção de métodos contraceptivos eficazes e inócuos, destinados ao início da vida sexual.

  10. Fatores Associados ao Aborto Espontâneo Recorrente Recurrent Spontaneous Abortion-associated Factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Barini

    2000-05-01

    Full Text Available Objetivo: identificar fatores mais freqüentemente associados ao aborto espontâneo recorrente. Casuística: no período de março de 1993 a março de 1997, 175 pacientes foram avaliadas no Ambulatório de Aborto Recorrente do CAISM/UNICAMP. Os critérios de seleção foram: história de três ou mais abortos espontâneos consecutivos em pacientes com idade inferior a 35 anos e/ou dois abortos e idade superior a 35 anos. Métodos: o protocolo de investigação incluiu: cariótipo; histerossalpingografia; dosagem seriada de progesterona e/ou biópsia de endométrio; pesquisa sorológica de infecções: toxoplasmose, listeriose, brucelose, sífilis e citomegalovírus e pesquisa para Mycoplasma hominis e Chlamydia trachomatis na secreção cérvico-uterina. A investigação também incluiu dosagem de hormônios tiroideanos e da glicemia de jejum; pesquisa de fator auto-imune por meio de painel de auto-anticorpos; pesquisa de fator aloimune mediante anticorpos contra antígenos leucocitários humanos (anti-HLA, prova cruzada por microlinfocitotoxicidade e cultura mista unidirecional de linfócitos, em que se comparam as respostas maternas diante das células paternas e de um doador não-relacionado para pesquisa de fator inibidor destas respostas no soro materno. O exame dos parceiros incluiu: exame físico geral e especial, sorologias para sífilis, doença de Chagas, hepatite B e C e síndrome da imunodeficiência adquirida (AIDS, além da prova cruzada por microlinfocitotoxicidade e da cultura mista de linfócitos. Resultados: o fator mais freqüentemente encontrado foi o aloimune (86,3% dos casos, representado por prova cruzada negativa e inibição na cultura mista de linfócitos inferior a 50%. O segundo fator mais freqüentemente encontrado foi a incompetência istmo-cervical (22,8%, seguido pelo fator hormonal (21,2%, representado principalmente pela insuficiência lútea. Algumas pacientes apresentavam mais de um fator concomitantemente

  11. Fatores associados ao trauma mamilar na maternidade Factors associated with nipple trauma in the maternity unit

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kelly Pereira Coca

    2009-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar os fatores associados ao trauma mamilar em mulheres em aleitamento materno exclusivo na maternidade. MÉTODOS: Estudo caso-controle com 146 puérperas internadas nas enfermarias de alojamento conjunto, sendo 73 casos, definidos como mulheres com trauma mamilar, e 73 controles, definidos como ausência da patologia. Diariamente buscaram-se mulheres em aleitamento materno exclusivo com diagnóstico de lesão mamilar, identificada por meio de lupa. Foram estudadas variáveis sociodemográficas, obstétricas e neonatais. Na análise estatística, utilizou-se modelo de regressão logística. RESULTADOS: Casos e controles mostraram-se semelhantes quanto às variáveis sociodemográficas, embora a ausência do companheiro tenha sido mais frequente no grupo de mulheres com trauma mamilar. As variáveis primiparidade (OR 3,16; IC95% 1,19-8,42, ausência do companheiro (OR 3,25; IC95% 1,18-8,93, mama túrgida e/ou ingurgitada (OR 12,31; IC95% 4,48-33,78, mamilo semiprotruso e/ou malformado (OR 4,69; IC95% 1,50-14,62 e despigmentação dos mamilos (OR 13,98; IC95% 4,43-44,06 comportaram-se como fatores associados ao trauma mamilar. CONCLUSÃO: Primiparidade, ausência do companheiro, mamas túrgidas e ingurgitadas, mamilos semiprotrusos e/ou malformados e despigmentados estão associados ao trauma mamilar.OBJECTIVE: To identify factors associated with nipple trauma in women breastfeeding exclusively in a maternity unit. METHODS: This was a case-control study that recruited 146 recently-delivered mothers in rooming-in wards: 73 cases, defined as women with nipple trauma, and 73 controls, defined as women free from this pathology. Women breastfeeding exclusively were tested daily for a diagnosis of nipple injury, identified using a magnifying glass. Sociodemographic, obstetric and neonatal variables were studied. A logistic regression model was used for statistical analysis. RESULTS: Cases and controls proved to be comparable in terms

  12. Fatores ambientais associados ao sobrepeso infantil Environmental factors associated with childhood overweight

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Farias de Novaes

    2009-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar os fatores ambientais intra-uterinos, perinatais e familiares associados ao sobrepeso infantil, ainda controversos na literatura. MÉTODOS: Estudo transversal realizado com 627 crianças, de 6 a 10 anos, matriculadas em escolas urbanas públicas e privadas do município de Viçosa (MG. O estado nutricional das crianças foi classificado pelo índice de massa corporal, segundo a preconização do Centers for Disease Control and Prevention. Foram aferidas as medidas de peso, estatura, pregas cutâneas tricipital e subescapular, circunferências da cintura e do quadril e pressão arterial das crianças, sendo os fatores ambientais obtidos por meio de questionário, segundo informações maternas. Classificou-se o estado nutricional das mães segundo a recomendação do World Health Organization. RESULTADOS: Do total de crianças, 87,9% eram eutróficas e 12,1% apresentavam sobrepeso. De acordo com a análise de regressão logística múltipla, os fatores associados ao sobrepeso infantil foram apresentar mãe obesa (OR: 6,92; pOBJECTIVE: The objective of this study was to assess intrauterine, perinatal and family factors associated with childhood overweight, which are still controversial in the literature. METHODS: This cross-sectional study included a total of 627 children aged 6 to 10 years, who were enrolled in public and private schools in the city of Viçosa, Minas Gerais State. The nutritional status of the children was classified according to their body mass index, as recommended by the Centers for Disease Control and Prevention. The following data were collected: weight, height, tricipital and subscapular skinfold thicknesses, circumferences of the waist and hip, and blood pressure. The environmental factors were determined by means of a questionnaire, answered by the mother. The nutritional status of the mothers was classified according to the World Health Organization criteria. RESULTS: Out of 627 children, 551 were

  13. Fatores de Risco Associados aos Niveis Pressoricos Elevados em Criancas de Dois a Cinco Anos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paula Azevedo Aranha Crispim

    2014-01-01

    Full Text Available Fundamento: A prevalência de hipertensão arterial em crianças aumentou nas últimas décadas. Diversos fatores de risco estão envolvidos na gênese da hipertensão arterial infantil e sua identificação precoce pode prevenir o desenvolvimento posterior da doença. Objetivos: Avaliar a prevalência de pressão arterial elevada e fatores associados em crianças. Métodos: Estudo transversal de base populacional e domiciliar. Foram avaliadas 276 crianças de dois a cinco anos residentes em Goiânia, Goiás, investigando-se pressão arterial, características sociodemográficas, peso ao nascer, histórico de hipertensão arterial na família, tabagismo passivo, aleitamento materno, alimentação, hábito sedentário e estado nutricional. A regressão de Poisson foi utilizada para avaliar a associação entre os fatores de risco e a pressão arterial elevada. Resultados: A média de idade foi 3,1 ± 0,79 anos, sendo pressão arterial elevada e excesso de peso observados em 19,9% e 11,2% das crianças, respectivamente. Houve associação direta de pressão arterial elevada com idade [razão de prevalência (RP = 2,3; IC95%: 1,2 - 4,8; p = 0,017] e excesso de peso (RP = 2,0; IC95%: 1,2 - 3,6; p = 0,014. As demais variáveis não se associaram a pressão arterial elevada. Conclusões: A prevalência de pressão arterial elevada em crianças foi alta. Aquelas com excesso de peso e mais jovens apresentaram maior prevalência de níveis pressóricos elevados.

  14. Fatores associados ao comportamento sedentário em escolares de 9-12 anos de idade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Amanda Santos

    2013-09-01

    Full Text Available São recentes os estudos que investigaram impactos do comportamento sedentário (CS sobre a saúde, principalmente em crianças. O objetivo foi investigar fatores associados ao CS em escolares do município de Uberaba, MG. Trata-se de estudo epidemiológico, transversal, com amostra probabilística (n = 649. Foram coletadas e consideradas variáveis independentes: medidas antropométricas, pressão arterial, exames bioquímicos, tempo gasto em atividade física (AF. CS foi considerado variável dependente, caracterizado pelo tempo de tela (TT, e verificado fatores associados pela regressão de Poisson. Meninas apresentaram valores maiores de dobras cutâneas, triglicerídeos e HDL-c e meninos, maior concentração de glicose sanguínea, atenderam mais à recomendação de 60 min de AF/dia e maior CS. O TT > 2 h/dia foi prevalente em 76,9 % da amostra. CS não foi associado a variáveis sociodemográficas, de saúde e comportamentais em crianças de 9-12 anos de idade. Mais pesquisas são necessárias para elucidar as inter-relações complexas entre TT e fatores associados.

  15. Fatores associados ao excesso de peso em adultos usuários de restaurantes populares em Belo Horizonte, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ísis Eloah Machado

    2014-05-01

    Full Text Available O objetivo deste artigo é avaliar o estado nutricional dos usuários dos restaurantes e refeitório populares de Belo Horizonte e identificar fatores associados ao excesso de peso. Estudo analítico transversal, conduzido em adultos de ambos os sexos, nos restaurantes e refeitório populares de Belo Horizonte. O excesso de peso, variável dependente, foi diagnosticado por meio do índice de massa corporal (IMC > 25 kg/m2 e correlacionado com as variáveis sociodemográficas e nível de atividade física. Os dados foram obtidos por meio da aferição direta do peso e da altura e de questionário semiestruturado. Participaram do estudo 1334 indivíduos, sendo a maioria do sexo masculino. A prevalência de excesso de peso foi de 42,9% entre os homens e 45,8% entre as mulheres. Os fatores positivamente associados ao excesso de peso foram: maior idade para ambos os sexos, possuir parceiro para as mulheres e menor prática de atividade física e classe socioeconômica mais elevada para os homens. A identificação dos fatores associados ao excesso de peso revela a necessidade da implantação de uma programação sistemática e eficaz de educação alimentar e nutricional para a prevenção e a remediação desse agravo, para que os restaurantes populares cumpram seu objetivo.

  16. Fatores associados ao consumo de frutas, legumes e verduras em adultos da cidade de São Paulo

    OpenAIRE

    Figueiredo,Iramaia Campos Ribeiro; Jaime, Patricia Constante; Monteiro, Carlos Augusto

    2008-01-01

    OBJETIVO: Descrever a freqüência de consumo de frutas, legumes e verduras por adultos e analisar os fatores associados ao seu consumo. MÉTODOS: Estudo transversal realizado entre outubro e dezembro de 2003 no município de São Paulo (SP). Foram realizadas entrevistas telefônicas em amostra probabilística da população adulta (>18 anos) residente em domicílios servidos por linhas fixas de telefone, totalizando 1.267 mulheres e 855 homens. A freqüência do consumo de frutas, legumes e verduras foi...

  17. Fatores associados ao consumo de frutas, legumes e verduras em adultos de uma cidade no Sul do Brasil

    OpenAIRE

    Neutzling,Marilda Borges; ROMBALDI,AIRTON JOSÉ; Azevedo, Mario Renato; Hallal, Pedro C

    2009-01-01

    O objetivo deste estudo foi descrever a freqüência de consumo de frutas, legumes e verduras por adultos de 20 a 69 anos de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil, e analisar fatores associados. Foi realizado em 2006 um estudo transversal de base populacional, incluindo 972 adultos. A freqüência do consumo de frutas, legumes e verduras foi medida por meio de três perguntas referentes ao consumo habitual destes no ano anterior. O desfecho foi o consumo regular de frutas, legumes e verduras. Cerca d...

  18. Exposição ao álcool entre escolares e fatores associados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Deborah Carvalho Malta

    2014-02-01

    Full Text Available OBJETIVO : Analisar a prevalência de consumo de álcool entre escolares adolescentes e identificar fatores individuais e contextuais associados. MÉTODOS : Estudo baseado em dados da Pesquisa Nacional de Saúde Escolar (PeNSE, com amostra de 59.699 escolares do 9º ano, residentes nas capitais brasileiras e no Distrito Federal, em 2009. A associação entre consumo regular de álcool e as variáveis explicativas independentes foi medida utilizando-se o teste Qui-quadrado de Pearson com nível de significância de 0,05. As variáveis explicativas foram classificadas em quatro categorias (sociodemográficas, contexto escolar e familiar, fatores de risco e fatores de proteção. As análises multivariadas foram feitas por categoria, ajustadas por idade e sexo. As variáveis com p ≤ 0,10 foram inseridas no modelo final de análise multivariada. RESULTADOS : O maior consumo de álcool nos últimos 30 dias esteve independentemente associado a escolares: com 15 anos (OR = 1,46 ou mais, do sexo feminino (OR = 1,72, de cor branca, filhos de mães com maior escolaridade, que estudam em escola privada, que experimentaram tabaco (OR = 1,72 e drogas (OR = 1,81, que têm consumo regular de tabaco (OR = 2,16 e que já tiveram relação sexual (OR = 2,37. Os fatores relativos à família foram: faltar às aulas sem o conhecimento dos pais (OR = 1,49, pais não saberem o que escolares fazem no tempo livre (OR = 1,34, fazer menor número de refeições com os pais (OR = 1,22, relato de que os pais não se importariam se chegassem bêbados em casa (OR = 3,05, ou se importariam pouco (OR = 3,39, e ter sofrido violência doméstica (OR = 1,36. CONCLUSÕES : Os resultados confirmam a importância de considerar o álcool na adolescência como um fenômeno complexo, multifatorial e socialmente determinado.

  19. Fatores associados ao atraso do desenvolvimento motor de crianças prematuras internadas em unidade de neonatologia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alessandra Teixeira da Câmara Araújo

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVOS: verificar a frequência do atraso do desenvolvimento motor em crianças prematuras internadas em unidade neonatal e identificar os fatores associados. MÉTODOS: estudo descritivo e analítico, realizado na Unidade Neonatal de uma maternidade de alto risco em Recife, Brasil. Avaliou-se o desenvolvimento motor, através do Test of Infant Motor Performance, de 98 crianças nascidas pré-termo com idade pós-conceptual mínima de 34 semanas, durante a internação, entre janeiro e julho de 2009. Analisaram-se associações entre variáveis maternas, neonatais e assistenciais com desenvolvimento motor. RESULTADOS: a média de idade pós-conceptual na avaliação foi de 37 semanas e 39,8% das crianças apresentaram desenvolvimento motor alterado (atípico ou suspeito. Fatores significativamente associados ao desenvolvimento motor alterado foram: menor peso ao nascer; maior idade na avaliação; maior número de consultas pré-natais; ocorrência de hipóxia e displasia broncopulmonar; maior tempo de permanência na unidade de terapia intensiva e unidade neonatal. Houve tendência significante a um pior desenvolvimento motor com uso de oxigenoterapia e ventilação mecânica prolongadas. CONCLUSÕES: crianças prematuras internadas podem apresentar atraso precoce do desenvolvimento motor, de forma grave ou limítrofe. Peso ao nascer, morbidades neonatais e assistência recebida na unidade neonatal foram os fatores que mais influenciaram o desfecho. Esses resultados justificam o início de estratégias preventivas e estimulação ainda no período de internação.

  20. Prevalência e fatores associados ao consumo de frutas, legumes e verduras entre adolescentes de escolas públicas de Caruaru, PE

    OpenAIRE

    Muniz,Ludmila Correa; Zanini,Roberta de Vargas; Schneider,Bruna Celestino; Tassitano, Rafael Miranda; Feitosa,Wallacy Milton do Nascimento; González-Chica,David Alejandro

    2013-01-01

    Trata-se de um estudo transversal de base escolar que avaliou a prevalência e fatores associados ao consumo diário de frutas, legumes e verduras (FLV) entre adolescentes de escolas públicas de Caruaru (PE). Para avaliar os fatores associados ao consumo diário de FLV, realizou-se análise multivariável e hierarquizada, por regressão de Poisson, com variáveis sociodemográficas no primeiro nível, comportamentais no segundo e alimentares no terceiro. Os resultados mostraram que, dos 600 adolescent...

  1. Mecanismos e fatores associados aos sintomas gastrointestinais em pacientes com diabetes melito

    OpenAIRE

    Mônica Loureiro Celino Rodrigues; Maria Eugênia Farias Almeida Motta

    2012-01-01

    OBJETIVOS: Apresentar a frequência, os principais fatores causadores dos sintomas gastrointestinais em pacientes portadores do diabetes melito e controvérsias quanto à sua ocorrência em crianças e adolescentes. FONTES DOS DADOS: Revisão não sistemática nas bases de dados MEDLINE/PubMed e SciELO (1983-2011), além de capítulos de livros relevantes. Foram selecionados os artigos mais atuais e representativos do tema. SÍNTESE DOS DADOS: A prevalência do diabetes melito vem aumentando ao longo dos...

  2. Prevalência e fatores associados ao excesso de peso em crianças brasileiras menores de 2 anos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Monize Cocetti

    2012-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever a prevalência de excesso de peso obtida na Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde da Criança e da Mulher de 2006, analisar sua evolução no período de 1989 a 2006 e identificar os fatores associados em crianças brasileiras menores de 2 anos. MÉTODOS: Dados da Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde da Criança e da Mulher de 2006. Informações obtidas por meio de questionários e mensurações antropométricas para subamostra de 1.735 crianças de 0 a 24 meses (910 meninos, 825 meninas. Excesso de peso foi definido como valor do indicador peso para altura (WHO, 2006 superior ao escore z +2. RESULTADOS: A prevalência de excesso de peso no país foi de 6,5%. Maiores prevalências foram observadas nas regiões Sul (10,0% e Centro-Oeste (11,1%, nas famílias com renda per capita superior a um salário mínimo (11,8%, nas classes sociais de maior poder aquisitivo (9,7%, em crianças com peso ao nascer superior a 3 kg (8,04% e com tempo de amamentação exclusiva inferior a 5 meses (7,4%. A regressão logística múltipla evidenciou como fatores associados: peso ao nascer > 3 kg [odds ratio (OR = 5,20; intervalo de confiança de 95% (IC95% 2,56-10,56], renda per capita > um salário mínimo (OR = 2,50; IC95% 1,20-5,21 e residir na macrorregião Centro-Oeste (OR = 2,40; IC95% 1,01-5,72. CONCLUSÕES: Comparando a prevalência de 6,5% encontrada no inquérito de 2006 com os anteriores de 1989 e 1996, evidencia-se que o excesso de peso em menores de 2 anos apresenta tendência de decréscimo. Os fatores de risco identificados apontam para a necessidade de intensificar ações de prevenção da obesidade junto aos lactentes residentes na Região Centro-Oeste, aos nascidos com mais de 3 kg e aos pertencentes a famílias com renda per capita superior a um salário mínimo.

  3. Prevalência e fatores associados ao indicativo de depressão entre idosos residentes na zona rural

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pollyana Cristina dos Santos Ferreira

    2013-04-01

    Full Text Available O presente estudo objetivou verificar a prevalência de idosos com indicativo de depressão, segundo sexo e faixa etária, e identificar os fatores associados ao indicativo de depressão. Estudo analítico, transversal e observacional, realizado com 850 idosos residentes na zona rural de um município de Minas Gerais. Para a análise dos dados aplicou-se a fórmula de taxa de prevalência e o modelo de regressão logística (p<0,05. O Projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos. A prevalência de indicativo de depressão correspondeu a 22%, com maior ocorrência entre o sexo feminino e na faixa etária entre 60├70 anos. O sexo feminino, o maior número de comorbidades e de incapacidade funcional para o desempenho de atividades instrumentais da vida diária permaneceram associados ao indicativo de depressão. Esses resultados reforçam a necessidade de se implementarem ações de promoção de saúde e prevenção de agravos, com enfoque para a depressão.

  4. Fatores associados ao câncer do colo uterino em Propriá, Sergipe, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lima Carlos Anselmo

    2006-01-01

    Full Text Available O câncer do colo uterino apresenta uma alta incidência nas regiões pobres dos países em desenvolvimento. Relaciona-se a fatores ligados ao estilo de vida que levam à infecção pelo Papilomavirus humano (HPV. O objetivo do estudo foi avaliar quais os fatores que favoreciam a infecção pelo HPV e ao desenvolvimento do carcinoma do colo uterino no Município de Própria, Sergipe, Brasil. Para o desenvolvimento da pesquisa, realizou-se um estudo de caso-controle, pareando-se quatro controles para cada caso quanto à idade, procedência e condição sócio-econômica. Foram identificadas vinte mulheres portadoras de carcinoma do colo uterino e oitenta controles. As mulheres do grupo casos apresentaram maior número de gestações e freqüência menor de realização de exame preventivo de rotina. Verificou-se também que as mulheres nos dois grupos tinham conhecimento pobre sobre o câncer e as suas formas de prevenção, alto índice de analfabetismo e os seus companheiros tinham múltiplas parceiras sexuais. O estudo concluiu que no Município de Própria, o maior número de gestações e a não realização de exames preventivos de rotina associaram-se à ocorrência de carcinoma do colo uterino.

  5. Fatores associados ao câncer do colo uterino em Propriá, Sergipe, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Anselmo Lima

    Full Text Available O câncer do colo uterino apresenta uma alta incidência nas regiões pobres dos países em desenvolvimento. Relaciona-se a fatores ligados ao estilo de vida que levam à infecção pelo Papilomavirus humano (HPV. O objetivo do estudo foi avaliar quais os fatores que favoreciam a infecção pelo HPV e ao desenvolvimento do carcinoma do colo uterino no Município de Própria, Sergipe, Brasil. Para o desenvolvimento da pesquisa, realizou-se um estudo de caso-controle, pareando-se quatro controles para cada caso quanto à idade, procedência e condição sócio-econômica. Foram identificadas vinte mulheres portadoras de carcinoma do colo uterino e oitenta controles. As mulheres do grupo casos apresentaram maior número de gestações e freqüência menor de realização de exame preventivo de rotina. Verificou-se também que as mulheres nos dois grupos tinham conhecimento pobre sobre o câncer e as suas formas de prevenção, alto índice de analfabetismo e os seus companheiros tinham múltiplas parceiras sexuais. O estudo concluiu que no Município de Própria, o maior número de gestações e a não realização de exames preventivos de rotina associaram-se à ocorrência de carcinoma do colo uterino.

  6. Trabalho rural e fatores de risco associados ao regime de uso de agrotóxicos em Minas Gerais, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wagner Soares

    Full Text Available O objetivo deste artigo foi caracterizar o processo do trabalho rural em nove municípios de Minas Gerais, considerando indicadores sócio-demográficos, a estrutura agrária dos estabelecimentos rurais, práticas de trabalho relacionadas ao uso de agrotóxicos e, a intoxicação associada a seu uso. Os dados foram obtidos de uma pesquisa realizada pela Fundação Jorge Duprat Figueiredo, de Segurança e Medicina do Trabalho, que aplicou um questionário a 1.064 trabalhadores rurais, entre os anos de 1991 a 2000. Por meio de uma regressão logística, foram obtidos os fatores de risco associados à intoxicação por agrotóxicos dos grupos organofosforados e carbamatos. Cerca de 50% dos entrevistados se encontravam ao menos moderadamente intoxicados. Os fatores de risco encontrados foram: ter o último contato a menos de duas semanas com agrotóxicos; não usar proteção; ser orientado pelo vendedor; citar organofosforado ou carbamato como agrotóxico principal e trabalhar nos municípios de Teófoli Otoni, Guidoval ou Piraúba. Os resultados apontam para o alto grau de risco de agravos à saúde a que estão sujeitos trabalhadores rurais em contato com agrotóxicos.

  7. Trabalho rural e fatores de risco associados ao regime de uso de agrotóxicos em Minas Gerais, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Soares Wagner

    2003-01-01

    Full Text Available O objetivo deste artigo foi caracterizar o processo do trabalho rural em nove municípios de Minas Gerais, considerando indicadores sócio-demográficos, a estrutura agrária dos estabelecimentos rurais, práticas de trabalho relacionadas ao uso de agrotóxicos e, a intoxicação associada a seu uso. Os dados foram obtidos de uma pesquisa realizada pela Fundação Jorge Duprat Figueiredo, de Segurança e Medicina do Trabalho, que aplicou um questionário a 1.064 trabalhadores rurais, entre os anos de 1991 a 2000. Por meio de uma regressão logística, foram obtidos os fatores de risco associados à intoxicação por agrotóxicos dos grupos organofosforados e carbamatos. Cerca de 50% dos entrevistados se encontravam ao menos moderadamente intoxicados. Os fatores de risco encontrados foram: ter o último contato a menos de duas semanas com agrotóxicos; não usar proteção; ser orientado pelo vendedor; citar organofosforado ou carbamato como agrotóxico principal e trabalhar nos municípios de Teófoli Otoni, Guidoval ou Piraúba. Os resultados apontam para o alto grau de risco de agravos à saúde a que estão sujeitos trabalhadores rurais em contato com agrotóxicos.

  8. Prevalência e fatores associados ao uso de drogas ilícitas em gestantes da coorte BRISA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Priscila Coimbra Rocha

    2016-01-01

    Full Text Available Resumo O artigo objetiva analisar a prevalência e fatores associados ao uso de drogas ilícitas na gestação. Estudo transversal, aninhado à coorte pré-natal do estudo de coorte BRISA. Utilizou-se medidas de frequência e modelo de regressão logística múltipla hierarquizada. A prevalência estimada foi de 1,45% para o uso de drogas ilícitas, 22,32% para o uso de bebidas alcóolicas e 4,22% para o de cigarro. A população mostrou-se jovem, de 20-34 anos de idade (81%, com escolaridade de 9-11 anos de estudos (75,55%, com mais da metade das mulheres fora da população economicamente ativa (52,18% e na classe econômica “C” (67,61%. As gestantes apresentaram nível de estresse elevado (24,46%, sintomas de ansiedade de moderada a intensa (40,84% e sintomas depressivos graves (28,8%. Aproximadamente metade (49,72% das gestantes relatou ter sofrido algum tipo de violência, tendo a maioria ampla rede (72,77% e baixo apoio social (65,21%. Uso de drogas lícitas, níveis altos de estresse e monoparentalidade foram os fatores independentemente associados ao uso de drogas ilícitas na gestação.

  9. Análise de fatores associados ao significado do trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sergio Hideo Kubo

    2012-12-01

    Full Text Available O trabalho tem sido visto não somente como forma de obter a renda, mas também como atividade que proporciona realização pessoal, status social e possibilidade de estabelecer e manter contatos interpessoais, entre outros. Nesta pesquisa, teve-se como objetivo investigar os fatores que influenciam e conferem sentido ao trabalho, como centralidade do trabalho, normas da sociedade e objetivos e resultados valorizados. Na centralidade do trabalho, procurou-se investigar o grau de importância do trabalho dentro do contexto das diversas áreas da vida das pessoas, como família, lazer, religião e vida comunitária. Em normas da sociedade, foram analisados os pontos mais significativos no tocante ao que a sociedade deveria proporcionar ao indivíduo, assim como o que o indivíduo deveria fazer em prol da sociedade. Nos objetivos e resultados valorizados, foi pesquisado o que as pessoas buscam com o trabalho. A partir da pesquisa na literatura, foi elaborado um modelo inicial que, não se mostrando satisfatório segundo critérios estatísticos, foi substituído por outro que apresentou significância estatística e boa aderência aos dados. O modelo escolhido foi o que melhor goodness-of-fit apresentou, quando se utilizou modelagem de equações estruturais pelo método partial least square. O estudo revelou que o significado do trabalho se reflete, na ordem, na centralidade do trabalho, nos objetivos e resultados valorizados e, por último, nas normas sociais.

  10. Fatores clínicos e de risco associados ao desempenho cognitivo em crianças vítimas de abuso sexual

    OpenAIRE

    Natali Maia Marques

    2015-01-01

    A violência contra a criança constitui-se como um problema de saúde pública ao implicar simultaneamente fatores individuais, familiares e sociais. Estudos enfatizam prejuízos cognitivos na população de crianças vítimas de abuso sexual, principalmente quanto aos aspectos atencionais, memória e funções executivas. Esta pesquisa teve por objetivo estudar os fatores clínicos e de risco associados ao desempenho cognitivo de crianças vítimas de abuso sexual. A amostra do estudo foi composta por 50 ...

  11. Fatores associados ao consumo de dietas ricas em gordura em adultos de uma cidade no sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Airton José Rombaldi

    2014-05-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi descrever a frequência de consumo de dieta rica em gordura por adultos de 20 a 69 anos de Pelotas, RS, e analisar fatores associados. Foi realizado um estudo transversal de base populacional, incluindo 972 adultos. A frequência do consumo de gordura alimentar no ano anterior à pesquisa foi avaliada pelo questionário de Block, composto por quinze itens alimentares, pontuados de acordo com a frequência de consumo de alimentos com elevados teores de gordura. Cerca de 1/3 da população adulta (32,7% consumia regularmente dieta rica em gordura. Para ambos os sexos, o consumo regular de gordura mostrou-se associado a idades mais jovens e consumo regular de refrigerantes e, somente para homens, aos níveis econômicos A/B. A frequência do consumo regular de alimentos ricos em gordura na população adulta residente no município de Pelotas encontra-se além das recomendações atuais do Ministério da Saúde. Políticas públicas que estimulem uma alimentação saudável são urgentemente necessárias.

  12. Fatores associados ao óbito de motociclistas nas ocorrências de trânsito

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nelson Luiz Batista de Oliveira

    2012-12-01

    Full Text Available Para identificar fatores associados ao óbito em motociclistas envolvidos em ocorrências de trânsito, em Maringá-PR, foi realizado estudo retrospectivo incluindo os motociclistas envolvidos em acidentes no ano de 2004. As fontes de dados foram os registros da Polícia Militar, do SIATE e do Instituto Médico Legal. Foram realizadas análises bivariadas e regressão logística binária. Identificaram-se 2.362 motociclistas nos Boletins de Ocorrência e, destes, 1.743 tinham registros nos Relatórios de Atendimento do Socorrista. As vítimas fatais diferiram das demais quanto à faixa etária, ao local de residência, ao tempo de habilitação e as suas condições fisiológicas na cena da ocorrência. No modelo final permaneceram as seguintes variáveis: Escala de Coma de Glasgow (ECGl, Revised Trauma Score (RTS, pulso e saturação de O2 no sangue. As condições fisiológicas das vítimas na cena do acidente se destacaram no modelo final e a ECGl superou o RTS na associação com óbito.

  13. Fatores associados ao óbito de motociclistas nas ocorrências de trânsito

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nelson Luiz Batista de Oliveira

    Full Text Available Para identificar fatores associados ao óbito em motociclistas envolvidos em ocorrências de trânsito, em Maringá-PR, foi realizado estudo retrospectivo incluindo os motociclistas envolvidos em acidentes no ano de 2004. As fontes de dados foram os registros da Polícia Militar, do SIATE e do Instituto Médico Legal. Foram realizadas análises bivariadas e regressão logística binária. Identificaram-se 2.362 motociclistas nos Boletins de Ocorrência e, destes, 1.743 tinham registros nos Relatórios de Atendimento do Socorrista. As vítimas fatais diferiram das demais quanto à faixa etária, ao local de residência, ao tempo de habilitação e as suas condições fisiológicas na cena da ocorrência. No modelo final permaneceram as seguintes variáveis: Escala de Coma de Glasgow (ECGl, Revised Trauma Score (RTS, pulso e saturação de O2 no sangue. As condições fisiológicas das vítimas na cena do acidente se destacaram no modelo final e a ECGl superou o RTS na associação com óbito.

  14. Mecanismos e fatores associados aos sintomas gastrointestinais em pacientes com diabetes melito

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mônica Loureiro Celino Rodrigues

    2012-02-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Apresentar a frequência, os principais fatores causadores dos sintomas gastrointestinais em pacientes portadores do diabetes melito e controvérsias quanto à sua ocorrência em crianças e adolescentes. FONTES DOS DADOS: Revisão não sistemática nas bases de dados MEDLINE/PubMed e SciELO (1983-2011, além de capítulos de livros relevantes. Foram selecionados os artigos mais atuais e representativos do tema. SÍNTESE DOS DADOS: A prevalência do diabetes melito vem aumentando ao longo dos anos em vários países do mundo. No sistema digestório, é conhecida a ocorrência de complicações do diabetes melito, entre elas os sintomas gastrointestinais (náuseas, vômitos, dor abdominal, azia, disfagia, constipação, diarreia e incontinência fecal. A patogênese das alterações das funções gastrointestinais no diabetes melito está ainda sob investigação, e o papel do sistema nervoso entérico e seus neurotransmissores tem ganhado significância. Em decorrência do comprometimento do sistema digestório, com danos ao sistema nervoso entérico, portadores do diabetes melito podem apresentar quadros específicos de distúrbios de motilidade, alguns de grande relevância clínica, como gastroparesia diabética, constipação e diarreia. A disfunção deste sistema contribui para aumentar a morbidade desta doença e piora a qualidade de vida de seus portadores. CONCLUSÕES: O diabetes melito, ao longo dos anos, afeta o sistema digestório. Por ser uma condição que piora a qualidade de vida dos portadores e também pode indicar complicação da doença, deve ser valorizada no acompanhamento e tratamento do paciente com diabetes melito. Na infância e na adolescência, ainda existem poucos estudos que abordam o problema.

  15. Fatores associados ao aleitamento materno em dois municipios com baixo indice de desenvolvimento humano no Nordeste do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mirella Gondim Ozias Aquino de Oliveira

    2013-03-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Determinar a duração do aleitamento materno e verificar os fatores associados ao aleitamento exclusivo/predominante (AMEP, em crianças menores de dois anos de idade. MÉTODOS: Estudo transversal realizado nos municípios de Gameleira, situado na Zona da Mata Sul do Estado de Pernambuco e em São João do Tigre, pertencente à Zona Semi-Árida do Estado da Paraíba, no período de março a junho de 2005. A amostra foi composta por 504 crianças menores de dois anos (280 residentes em Gameleira e 224 em São João do Tigre. Utilizou-se a análise de sobrevida para estimar a mediana do aleitamento materno e das associações com a condição socioeconômica, com fatores relacionados às mães e crianças e assistência à saúde. RESULTADOS: As durações medianas do tempo de sobrevida do aleitamento materno exclusivo, exclusivo/predominante e aleitamento materno foram de 19, 79 e 179 dias em Gameleira e de 23, 91, e 169 dias em São João do Tigre, respectivamente. Mães com melhores condições socioeconômicas, representadas pela escolaridade, saneamento básico e posse de bens de consumo apresentaram maior duração do aleitamento exclusivo/predominante em ambos os municípios. Assistência pré-natal representada pelo maior número de consultas, início mais precoce e com orientação referente à alimentação e ao aleitamento materno influenciaram positivamente na duração do aleitamento exclusivo/predominante. CONCLUSÕES: A duração do aleitamento esteve aquém da recomendada. Apesar das precárias condições de vida das famílias, uma melhor condição socioeconômica e assistência ao pré-natal foram fatores protetores na duração do aleitamento exclusivo/predominante nessas áreas.

  16. Fatores sociodemográficos e econômicos associados ao tabagismo na população idosa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dayane Aparecida Viana

    2014-09-01

    Full Text Available Objetivos Identificar a condição tabágica dos idosos e verificar os fatores sociodemográficos e econômicos associados ao hábito de fumar nessa população. Métodos Trata-se de um estudo quantitativo, transversal, observacional e analítico, com 980 idosos da zona urbana do município de Uberaba-MG. Utilizaram-se os instrumentos Miniexame do Estado Mental (MEEM e Questionário Brasileiro de Avaliação Funcional e Multidimensional (BOMFAQ. Os idosos foram classificados como tabagistas, ex-tabagistas e não tabagistas de acordo com as Diretrizes para Cessação do Tabagismo. As análises procederam por meio do software SPSS-17. A condição tabágica dos idosos foi descrita por meio de frequências simples e absolutas. Aplicou-se o teste Cramer’s V (p ≤ 0,05 na análise bivariada e em seguida a Regressão Logística Multinomial Múltipla (p ≤ 0,05 ajustados para sexo e faixa etária de acordo com a classificação tabágica. Resultados Encontraram-se 122 (12,4% idosos tabagistas, 320 (32,7% ex-tabagistas e 538 (54,9% não tabagistas. Os idosos tabagistas apresentaram-se com 3,57, 2,36 e 1,82 mais riscos de chances de ser do sexo masculino (p < 0,001, estar na faixa etária de 60 a 69 anos (p = 0,004 e não ter companheiro(a (p = 0,008, respectivamente. Para os idosos ex-tabagistas, também foi encontrada maior chance de risco (5,34 para o sexo masculino (p < 0,001. Conclusão Os resultados evidenciam que o sexo, a faixa etária e a situação conjugal são fatores associados ao tabagismo na população idosa.

  17. Fatores associados ao tempo de tela em estudantes do ensino médio de Fortaleza, região Nordeste do Brasil = Factors associated with screen time among high school students in Fortaleza, Northeastern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Souza, Evanice Avelino de

    2015-01-01

    Conclusões: Fatores sociodemográficos e comportamentais, incluindo hábitos alimentares, estão associados ao tempo de tela em adolescentes. Contudo, os fatores associados diferiram de acordo com o tipo de aparelho mais utilizado (televisão ou computador /videogame. Estes aspectos devem ser considerados em programas de combate ao tempo sedentário no lazer em jovens

  18. Fatores associados ao consumo regular de refrigerante não dietético em adultos de Pelotas, RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Airton José Rombaldi

    2011-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar fatores associados ao consumo regular de refrigerantes não dietéticos por adultos. MÉTODOS: Estudo transversal de base populacional com 972 adultos (20 a 69 anos do município de Pelotas, RS, realizado em 2006. A freqüência de consumo nos 12 meses anteriores à pesquisa foi medida por meio da pergunta: "em geral desde o do ano passado, quantas vezes tu tomaste refrigerante não dietético?". As respostas categorizadas foram dicotomizadas para fins de análise. Foi considerado consumo regular de refrigerante não dietético a freqüência de cinco ou mais vezes por semana. A associação entre o desfecho e variáveis demográficas, socioeconômicas, comportamentais e nutricionais foi analisada pelo teste qui-quadrado para heterogeneidade e tendência linear e a análise multivariável foi realizada por meio de regressão de Poisson, com variância robusta. RESULTADOS: Cerca de um quinto da população adulta de Pelotas (20,4% ingeria regularmente refrigerante não dietético. Indivíduos do sexo masculino (RP 1,50; IC95%: 1,20;2,00, fumantes atuais (RP 1,60; IC95%: 1,20;2,10 e que consumiam semanalmente lanches (RP 2,10; IC95%: 1,60;2,70 apresentaram maior prevalência de consumo de refrigerantes não dietéticos na análise ajustada. A análise estratificada por sexo mostrou que o consumo regular de frutas, legumes e verduras foi fator protetor ao consumo de refrigerantes entre mulheres (RP 0,50; IC95%: 0,30;0,90. CONCLUSÕES: A freqüência do consumo regular de refrigerantes não dietéticos na população adulta foi elevada, particularmente entre homens, jovens e fumantes.

  19. Fatores associados ao uso de chupeta por lactentes nascidos pré-termo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elâine Cristina Vargas Dadalto

    Full Text Available RESUMO: Objetivo: investigar a avaliação de mães de recém-nascidos pré-termo acerca da introdução e uso de chupeta e sua relação com variáveis socioeconômicas, prematuridade e aleitamento materno, partindo-se do contexto da internação de seus filhos em unidade de terapia intensiva neonatal. Métodos: na etapa inicial, participaram 62 mães de recém-nascidos pré-termo, tendo comparecido 52 para acompanhamento aos seis meses de idade e 40 aos 24 meses. Os dados foram tabulados utilizando o programa SPSS versão 18.0 e análise estatística com testes Qui-quadrado, Fisher e Mann-Whitney. Resultados: a tentativa de introdução da chupeta ocorreu para 96,2% dos bebês nascidos pré-termo, egressos de unidade de terapia intensiva neonatal, e seu uso em 50%; o hábito de sucção de chupeta foi alto entre crianças da família (irmãos - 51,9%; primos - 76,9%, reforçando aspectos culturais. Apresentaram associação estatisticamente significante com maior uso de chupeta: prematuridade avaliada pela relação peso/idade-gestacional (p=0,044, dificuldade para estabelecer ou manter o aleitamento materno após a alta hospitalar (p=0,012 e primiparidade (p=0,02; relação com menor frequência de chupeta: aleitamento materno exclusivo ≥3 meses (p=0,026 e tempo de aleitamento materno ≥6 meses (p=0,004. A dificuldade para o aleitamento materno após a alta hospitalar foi associada com maior tempo de internação (p=0,007 e maior tempo de sonda orogástrica (p=0,006. Conclusão: a oferta da chupeta para lactentes nascidos pré-termo, egressos de unidade de terapia intensiva neonatal, apresentou grande influência cultural, mas sua aceitação pelo bebê ocorreu principalmente devido às dificuldades encontradas pelas mães para estabelecerem o aleitamento materno.

  20. Fatores associados ao sobrepeso em escolares Factors associated with overweight in schoolchildren

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lenir Vaz Guimarães

    2006-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar variáveis associadas ao sobrepeso em escolares de Cuiabá, MT, Brasil. MÉTODOS: Foi feito um estudo de caso-controle a partir de um inquérito antropométrico, aplicado em uma amostra aleatória de alunos da primeira série do ensino fundamental, com idades entre 6 e 11 anos. Foram incluídos, como casos, os 158 escolares que apresentaram sobrepeso (índice de massa muscular >P85 e, como controles, 316 crianças sorteadas entre as que apresentaram índice de massa muscular3 salários mínimos (OR= 3,75, que tinham mães de idade entre 25 e 29 anos (OR=1,74 e com nível mais alto de escolaridade (OR=1,91 e com história de apenas uma união conjugal (OR=2,53; também foi maior nos escolares, de sexo feminino (OR=2,15, que possuíam no máximo um irmão (OR=1,94, brincavam 30 (OR= 7,27 e 2,65, respectivamente e nasceram com peso >3500g (OR= 2,27. CONCLUSÃO: Os resultados apontam que variáveis de diferentes níveis hierárquicos se associam na configuração de contextos favoráveis ao aumento do sobrepeso em escolares e fornecem subsídios para o desenvolvimento de intervenções que considerem os grupos mais vulneráveis à presença de sobrepeso.OBJECTIVE: To identify the variables associated with overweight among schoolchildren in Cuiaba, MT, Brasil. METHODS: A case-control study was conducted in a sample of schoolchildren aging from 6 to 11 years. The study consisted of 158 overweight schoolchildren (body mass index >85th percentile and 316 children with body mass index 30 (OR=7.27 and 2.65, respectively, birth weight >3,500g (OR=2.27 and female gender (OR=2.15. CONCLUSION: The results pointed out variables, at different hierarchical levels, correlated with overweight among schoolchildren. Interventions should consider the complex pattern of obesity determination and the groups at higher vulnerability.

  1. Fatores associados ao baixo peso ao nascimento entre adolescentes no Sudeste do Brasil Factors associated with low birth weight among adolescents in the Brazil Southeast region

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Garanhani Castro Surita

    2011-10-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Conhecer a prevalência e alguns fatores associados ao baixo peso ao nascer entre gestantes adolescentes. MÉTODOS: Estudo de corte transversal, realizado entre outubro de 1994 a dezembro de 2009, com os partos ocorridos em uma maternidade de Campinas, utilizando informações coletadas em uma Ficha Obstétrica Informatizada. Foram selecionados os casos de partos entre adolescentes e, posteriormente, separados em dois grupos com e sem baixo peso ao nascer. Foram calculados o risco relativo e o intervalo de confiança (IC de 95% para as variáveis independentes (fatores de risco, e calculou-se o teste do Χ2 para comparação dos resultados perinatais. Assumiu-se nível de significância de 5%. RESULTADOS: No período ocorreram 24.000 partos no Centro de Atenção à Saúde da Mulher (CAISM, com 2.404 em 2.357 adolescentes (10,02%, sendo a frequência de baixo peso ao nascer de 15,1%. A gestação neste grupo foi recorrente em 294 (8,2%. A idade menor que 15 anos, anemia, tabagismo e hipertensão não se associaram ao baixo peso ao nascer. O antecedente de aborto e a associação com lúpus eritematoso sistêmico elevaram o risco de baixo peso ao nascer. A necessidade de cesariana e o Apgar menor que sete também foram mais prevalentes entre as adolescentes com baixo peso ao nascer, e 85% das adolescentes realizaram menos de seis consultas durante o pré-natal. CONCLUSÕES: A prevalência de baixo peso ao nascer é maior entre as adolescentes do que na população geral. Também chamou a atenção o grande número de adolescentes com menos de seis consultas durante o pré-natal. O antecedente de aborto e a presença de lúpus eritematoso sistêmico foram fatores de risco para ocorrência de baixo peso ao nascer em gestantes adolescentes.PURPOSES: To determine the rate of low birth weight and some of the risk factors associated with this event among adolescents. METHODS: A cross-sectional study conducted between October 1994 and

  2. Fatores associados ao consumo de álcool e drogas entre estudantes universitários

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo V E Rueda Silva

    2006-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estudos recentes mostram o uso preocupante de álcool e drogas entre universitários. O objetivo do trabalho foi verificar o grau de associação entre o estilo de vida e situação socioeconômica e o uso de álcool, tabaco, medicamentos e "drogas ilícitas" nos últimos 12 meses entre universitários. MÉTODOS: A amostra compreendeu 926 alunos da área de Ciências Biológicas de uma universidade do Município de São Paulo, os quais responderam a questionário anônimo e de auto-preenchimento em 2000 e 2001. Foram utilizados os testes de análise de variância e qui-quadrado para verificar a correlação entre o uso de substâncias e as variáveis estudadas. RESULTADOS: Entre os alunos com alguma religião, o consumo de álcool foi de 83,1%, o de tabaco, 20,7% e o de "drogas ilícitas", 24,6%, nesse período. Entre os alunos que não possuíam religião, o consumo nas três categorias foi superior nos últimos 12 meses: álcool (89,3%, tabaco (27,7% e "drogas ilícitas" (37,7%. A renda familiar mensal mostrou-se relacionada ao uso de álcool e "drogas ilícitas" (p<0,001 para ambos. Os alunos que utilizaram tabaco e "drogas ilícitas" apresentavam mais horas livres nos dias úteis do que os alunos que não fumavam no período analisado (p=0,033 e p=0,008, respectivamente. CONCLUSÕES: O consumo de substâncias psicoativas entre os alunos estudados foi comum, indicando a necessidade de implementação de medidas para reduzir tal consumo. Alunos com renda familiar alta e sem religião podem ser considerados com maior risco de consumo de drogas nessa população.

  3. Fatores associados ao excesso de peso em crianças de uma favela do Nordeste brasileiro

    OpenAIRE

    2009-01-01

    OBJETIVO: Determinar a frequência e os principais fatores associados a sobrepeso e obesidade em crianças moradoras de uma favela do Nordeste do Brasil. MÉTODOS: Estudo transversal com amostra de 86 crianças (40 eutróficas e 46 sobrepeso/obesas), com idade entre cinco e nove anos, selecionadas em um universo de 508 crianças nesta faixa etária, avaliadas e cadastradas na Unidade de Saúde da Família (USF). Para definição de sobrepeso/obesidade, foram utilizados os pontos de corte estabelecidos p...

  4. Fatores maternos associados ao peso fetal estimado pela ultra-sonografia Maternal factors associated with fetal weight estimated by ultrasonography

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Suely de Oliveira Melo

    2008-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar o efeito de variáveis maternas, socioeconômicas e obstétricas, assim como a presença de incisuras na 20ª e na 24ª semana, sobre o peso fetal estimado no final da gravidez (36ª semana em gestantes atendidas pelo Programa Saúde da Família em uma cidade do interior do Nordeste do Brasil. MÉTODOS: estudo longitudinal incluindo 137 gestantes. As gestantes foram acompanhadas a cada quatro semanas para aferição das condições clínicas, socioeconômicas e obstétricas, incluindo o peso materno. As artérias uterinas foram avaliadas pelo Doppler na 20ª e 24ª semana, o peso fetal e o índice de líquido amniótico (ILA foram determinados na 36ª semana. O estado nutricional materno inicial foi determinado pelo índice de massa corpórea (IMC, classificando-se as gestantes como com baixo peso, eutróficas, com sobrepeso e obesas. O ganho ponderal durante a gestação foi avaliado de acordo com o estado nutricional inicial, sendo ao final do segundo e terceiro trimestre classificado em ganho ponderal insuficiente, adequado e excessivo. Foi realizada análise de variância para avaliar a associação do peso fetal estimado na 36ª semana com as variáveis preditoras, ajustada por regressão linear múltipla. RESULTADOS: observou-se associação entre peso fetal estimado na 36ª semana e idade da mãe (p=0,02, trabalho materno (p=0,02, estado nutricional inicial (p=0,04, ganho ponderal no segundo trimestre (p=0,01, presença de incisuras nas artérias uterinas (p=0,02 e ILA (p=0,007. Os principais fatores associados ao peso fetal estimado na 36ª semana, após a análise de regressão múltipla, foram: IMC no início da gravidez, ganho ponderal no segundo trimestre, ILA e tabagismo. CONCLUSÕES: o peso fetal no presente estudo associou-se positivamente ao estado nutricional materno inicial, ao ganho ponderal no segundo trimestre, ao volume do líquido amniótico e negativamente ao hábito de tabagismo.PURPOSE: to evaluate the

  5. Fatores associados ao uso de drogas entre adolescentes escolares Factors associated with drug use among adolescent students in southern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Beatriz Franck Tavares

    2004-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar fatores associados ao uso de drogas entre adolescentes de escolas com ensino médio. MÉTODOS: Realizou-se um estudo transversal, em 1998, em Pelotas, RS. Um questionário anônimo, auto-aplicado em sala de aula, foi respondido por uma amostra proporcional de estudantes com idade entre 10 e 19 anos, matriculados no ensino fundamental (a partir da quinta série e no ensino médio, em todas as escolas públicas e particulares na zona urbana do município que tinham ensino médio. Realizaram-se até três revisitas para aplicação aos alunos ausentes. Os resultados foram expressos como razão de prevalências (RP. RESULTADOS: Foram entrevistados 2.410 estudantes e o índice de perdas foi de 8%. A prevalência do uso de drogas (exceto álcool e tabaco no último ano foi 17,1%. Após controle para fatores de confusão, permaneceu a associação entre uso de drogas e separação dos pais (RP=1,46; IC 95%: 1,18-1,80, relacionamento ruim ou péssimo com o pai (RP=1,67; IC 95%: 1,17-2,38, relacionamento ruim ou péssimo com a mãe (RP=2,71; IC 95%: 1,64-4,48, ter pai liberal (RP=1,36; IC 95%: 1,08-1,72, presença em casa de familiar usuário de drogas (RP=1,61; IC 95%: 1,17-2,18, ter sofrido maus tratos (RP=1,62; IC 95%: 1,27-2,07, ter sido assaltado ou roubado no ano anterior (RP=1,38; IC 95%: 1,09-1,76 e ausência de prática religiosa (RP=1,31; IC 95%: 1,07-1,59. CONCLUSÕES: O estudo indica que diversas características familiares estão associadas ao uso de drogas pelos adolescentes, fornecendo informações úteis para a compreensão integral desse problema em nosso País.OBJECTIVE: To assess factors associated with drug use among adolescent students from schools providing secondary education. METHODS: A cross-sectional study was carried out in Pelotas, Southern Brazil, in 1998. An anonymous, self-administered questionnaire was answered by a proportional sample of 10-19-year-old students, enrolled in primary (5th grade and

  6. Fatores associados ao abandono do tratamento da tuberculose pulmonar no Maranhão, Brasil, no período de 2001 a 2010

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pollyanna da Fonseca Silva

    2014-08-01

    Full Text Available Os objetivos foram analisar os fatores associados e determinar a taxa de abandono do tratamento da tuberculose pulmonar no Estado do Maranhão, Brasil, de 2001 a 2010. Realizou-se estudo transversal analítico com dados do Sistema de Informações sobre Agravos de Notificação (SINAN, incluídos 2.850 casos novos com baciloscopia positiva que tiveram como situação de encerramento alta por cura ou abandono. As variáveis em estudo foram a faixa etária, sexo, cor, escolaridade em anos de estudo, exame para HIV, alcoolismo, diabetes, doença mental e outras doenças. Para identificar os fatores associados ao abandono, foi utilizado o modelo de regressão logística. Apresentaram-se associados ao abandono a faixa etária de 20-39 anos (OR = 1,51; IC95%: 1,15-1,97; p = 0,002, a escolaridade, 1-8 anos de estudo (OR = 2,05; IC95%: 1,43-2,95; p < 0,001, analfabetismo (OR = 1,64; IC95%: 1,02-2,65; p = 0,041, alcoolismo (OR = 2,53; IC95%: 1,75-3,67; p < 0,001 e doença mental. Foi observada alta taxa de abandono no estado (9,1%, jovens com baixa escolaridade, usuários de álcool e doentes mentais podem estar contribuindo para este aumento.

  7. Prevalência e fatores associados ao diabetes em idosos no município de Viçosa, Minas Gerais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nayla Cordeiro Vitoi

    2015-12-01

    Full Text Available RESUMO: Objetivo: Avaliar a prevalência e os fatores associados ao diabetes em idosos, bem como verificar a concordância entre o uso de medicamentos para diabetes e a informação referida sobre a doença. Métodos: Estudo epidemiológico transversal realizado na cidade de Viçosa, Minas Gerais, com 621 idosos com 60 anos ou mais, selecionados a partir de amostragem aleatória simples. Utilizou-se como instrumento de pesquisa um questionário semiestruturado que constava de perguntas sobre condições sociodemográficas, estilo de vida, condições de saúde e estado nutricional. Foram aferidos peso e altura, além do perímetro da cintura. A variável dependente do estudo foi o diabetes autorreferido. A análise da associação entre as diversas variáveis explicativas e a presença de diabetes foi feita por meio da regressão de Poisson com variância robusta simples e múltipla. Nas análises bivariadas foi utilizado o valor p < 0,25 para inclusão das variáveis na análise de regressão múltipla hierarquizada e, no modelo final, permaneceram as associações cujas variáveis apresentaram associação com o desfecho com valor p < 0,05. Resultados: A prevalência de diabetes foi de 22,4%. A análise múltipla hierarquizada evidenciou como fatores independentemente e positivamente associados ao diabetes: gênero, autopercepção da saúde, história de hipertensão e/ou dislipidemias, polifarmácia e obesidade abdominal. A escolaridade se manteve negativamente associada à presença de diabetes. Conclusão: Os resultados obtidos são similares aos de outros estudos conduzidos no país, sugerindo que os fatores associados ao diabetes entre idosos são semelhantes em todo o país. Ainda, observou-se moderada concordância entre o uso de medicamentos para diabetes e a informação referida sobre a doença, o que sugere o uso da última como método alternativo de investigação quando não se dispuser de outra forma de avaliação.

  8. Fatores associados ao risco para doenças não transmissíveis em adultos brasileiros: estudo transversal de base populacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Letícia Casado Costa

    2012-06-01

    Full Text Available No Brasil, devido às mudanças nos perfis demográfico, epidemiológico e nutricional da população, as doenças infecciosas vêm cedendo lugar às crônicodegenerativas. Em face da grande heterogeneidade demográfica, social e econômica do país, são exigidas ações de saúde pública que sejam direcionadas às realidades locais. Com o objetivo de identificar os fatores associados ao risco para doenças não transmissíveis em adultos brasileiros, foi realizado um inquérito domiciliar, entre junho de 2002 e outubro de 2005, em amostra representativa de 18 capitais brasileiras. As prevalências dos fatores de risco para doenças crônicas não transmissíveis foram: excesso de peso; atividade física irregular ou sedentarismo;consumo de cigarros; consumo de álcool de risco; hipertensão arterial referida; diabetes referida; e hipercolesterolemia referida. A ausência de fatores de risco foi observada em apenas 8,5% da população entrevistada. Conclui-se que a alta prevalência de exposição a pelo menos um dos fatores de risco estudados evidencia que as ações em saúde devem ser multifatoriais e não dirigidas somente a um fator isolado.

  9. Fatores associados ao padrão de sono em pacientes com insuficiência cardíaca

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariana Alvina dos Santos

    2011-10-01

    Full Text Available O estudo teve como objetivo descrever o padrão de sono em pacientes com insuficiência cardíaca (IC e analisar associações do sono com as seguintes variáveis: sexo, idade, fadiga, fadiga ao esforço, atividade física, classe funcional, terapia medicamentosa, dispneia e índice de massa corporal. A amostra não probabilística foi de 400 pacientes (idade média 57,8 anos; 64,8% eram homens; escolaridade média de 6,1 anos; 82,5% em classe funcional II ou III. A prevalência de maus dormidores foi de 68,5% e 46,5% classificou o sono como ruim ou muito ruim. Escores que sugerem categoria de mau dormidor foram associados a: sexo feminino, não empregados, fadiga, fadiga ao esforço, dispneia e classes funcionais mais elevadas da IC. A proporção de maus dormidores entre os pacientes com IC está entre as mais altas nas doenças crônicas. Dispneia e fadiga, sintomas comuns a essa enfermidade, aumentam significativamente a chance de ser mau dormidor.

  10. Fatores associados ao padrão de consumo alimentar da população brasileira urbana

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosely Sichieri

    Full Text Available Avaliou-se os fatores que explicariam diferentes padrões de consumo alimentar da população urbana brasileira, com base na Pesquisa sobre Padrões de Vida, realizada no Nordeste e no Sudeste em 1996-1997. Foram incluídos os dados de consumo familiar (últimos 14 dias a partir de uma listagem com 28 alimentos de 5.121 adultos na faixa etária de 20 a 50 anos, após exclusão das gestantes, das lactantes e das pessoas que referiram problema de saúde crônico. Os padrões de consumo alimentar foram definidos pela análise de componentes principais, onde o valor de carga de uma determinada variável (alimento é proporcional à sua contribuição para o fator (padrão de consumo em questão, com a carga negativa indicando que a variável está inversamente associada com o fator, enquanto a positiva indica uma associação direta. A Região Nordeste comparada à Região Sudeste associou-se negativamente a um padrão misto, quando todos os alimentos foram igualmente importantes. O índice de massa corporal associou-se positivamente ao padrão misto, e praticar atividade física e ser negro associou-se negativamente a este padrão. Escolaridade e renda foram as variáveis que mais explicaram o consumo alimentar, mas mesmo ajustando por elas, a região de residência foi o terceiro maior componente explicativo.

  11. Fatores associados ao padrão de consumo alimentar da população brasileira urbana

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sichieri Rosely

    2003-01-01

    Full Text Available Avaliou-se os fatores que explicariam diferentes padrões de consumo alimentar da população urbana brasileira, com base na Pesquisa sobre Padrões de Vida, realizada no Nordeste e no Sudeste em 1996-1997. Foram incluídos os dados de consumo familiar (últimos 14 dias a partir de uma listagem com 28 alimentos de 5.121 adultos na faixa etária de 20 a 50 anos, após exclusão das gestantes, das lactantes e das pessoas que referiram problema de saúde crônico. Os padrões de consumo alimentar foram definidos pela análise de componentes principais, onde o valor de carga de uma determinada variável (alimento é proporcional à sua contribuição para o fator (padrão de consumo em questão, com a carga negativa indicando que a variável está inversamente associada com o fator, enquanto a positiva indica uma associação direta. A Região Nordeste comparada à Região Sudeste associou-se negativamente a um padrão misto, quando todos os alimentos foram igualmente importantes. O índice de massa corporal associou-se positivamente ao padrão misto, e praticar atividade física e ser negro associou-se negativamente a este padrão. Escolaridade e renda foram as variáveis que mais explicaram o consumo alimentar, mas mesmo ajustando por elas, a região de residência foi o terceiro maior componente explicativo.

  12. Fatores maternos e neonatais associados ao mecônio no líquido amniótico em um centro de parto normal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ruth Hitomi Osava

    2012-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a frequência e os fatores maternos e neonatais associados ao mecônio no líquido amniótico no parto. MÉTODOS: Estudo transversal com 2.441 nascimentos em um centro de parto normal hospitalar em São Paulo, SP, em março e abril de 2005. A associação entre mecônio no líquido amniótico e as variáveis independentes (idade materna, paridade, ter ou não cesariana prévia, idade gestacional, antecedentes obstétricos, uso de ocitocina no trabalho de parto, dilatação cervical na admissão, tipo do parto atual, peso do RN, índice de Apgar de 1º e 5º minutos de vida foi expressa como razão de prevalência. RESULTADOS: Verificou-se mecônio no líquido amniótico em 11,9% dos partos; 68,2% desses foram normais e 38,8%, cesarianas. O mecônio esteve associado a: primiparidade (RP = 1,49; IC95% 1,29;1,73, idade gestacional ≥ 41 semanas (RP = 5,05; IC95% 1,93;13,25, ocitocina no parto (RP = 1,83, IC95% 1,60;2,10, cesariana (RP = 2,65; IC95% 2,17;3,24 e índice de Apgar < 7 no 5º minuto (RP = 2,96, IC95% 2,94;2,99. A mortalidade neonatal foi 1,6/1.000 nascidos vivos; mecônio no líquido amniótico foi encontrado em 50% das mortes neonatais e associado a maiores taxas de partos cirúrgicos. CONCLUSÕES: Emprego de ocitocina, piores condições do recém-nascido logo após o parto e aumento de taxas de cesariana foram fatores associados ao mecônio. A utilização rotineira de ocitocina no intraparto poderia ser revista por sua associação com mecônio no líquido amniótico.

  13. Fatores associados ao desperdício de recursos da saúde repassados pela união aos municípios auditados pela Controladoria Geral da União

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lidiane Nazaré da Silva Dias

    2013-12-01

    Full Text Available Este estudo trata dos fatores associados aos desperdícios ativo (corrupção e passivo (ineficiência que ocorrem no processo de gestão pública, aqui focado nos gastos com saúde pública. Buscando chamar a atenção para a ocorrência do desperdício passivo, a pesquisa investigou a seguinte questão: quais fatores de desperdício ativo e passivo estão associados com as irregularidades na gestão dos recursos repassados pela União aos municípios brasileiros para a área de saúde no ano de 2010? As evidências empíricas foram obtidas nos relatórios de auditoria da Controladoria Geral da União (CGU elaborados no ano de 2010 referentes a 102 municípios fiscalizados. Para a identificação do desperdício ativo foram observadas 3 variáveis e para o desperdício passivo 17 variáveis. Os dados relativos às variáveis foram submetidos a uma análise fatorial para agrupá-los em fatores associados estatisticamente com as irregularidades na gestão dos recursos destinados à saúde pública dos municípios auditados. Os resultados da pesquisa não mostraram nível adequado de significância para o desperdício ativo, enquanto que, para o desperdício passivo, evidenciaram três fatores denominados: Fator 1 Inadequabilidade Administrativa (o qual agrupou as variáveis: não pagamento de tributos, não ocorrência de contrapartida e má administração; Fator 2 Fraca Fiscalização (o qual agrupou as variáveis: inexistência ou fraca atuação do conselho e licitação fracionamento; e Fator 3 Baixo nível de Compliance (o qual agrupou as variáveis: licitação irregular e irregularidade não relacionada ao Prefeito. A principal conclusão da pesquisa relaciona-se à identificação da necessidade da implantação de mecanismos de governança no setor público, os quais poderiam reduzir o desperdício ativo e passivo.

  14. Fatores associados à adesão ao tratamento antihipertensivo por idosos na atenção primária

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lorena Flor da Rosa Santos Silva

    2014-04-01

    Full Text Available A adesão ao tratamento anti-hipertensivo é fundamental para o manejo dos pacientes portadores de hipertensão arterial, o que contribui para a redução da morbimortalidade por esta enfermidade. Desta forma, este estudo teve como objetivo determinar a adesão ao tratamento anti-hipertensivo e fatores associados em idosos hipertensos cadastrados em uma Unidade de Saúde da Família, Londrina-PR. Desenvolveu-se um estudo transversal com idosos (60 anos ou mais, selecionados a partir do Sistema de Informação da Atenção Básica. As variáveis de interesse (socioeconômicas e demográficas, hábitos de vida, acesso aos serviços de saúde e adesão ao tratamento medicamentoso foram obtidas pela aplicação de um formulário semiestruturado através de um inquérito domiciliar. A adesão foi avaliada por meio do Teste de Morisky-Green e o controle pressórico. Dos 117 idosos investigados, 54,7% foram identificados como aderentes ao tratamento anti-hipertensivo e 61,4% apresentaram pressão arterial controlada. A média de medicamentos anti-hipertensivos utilizados foi de 1,97, destacando-se hidroclorotiazida (30,8%, enalapril (24,8% e captopril (14,5%. A adesão ao tratamento farmacológico apresentou-se associada ao sexo feminino (61,8%; p<0,05 e a idade entre 60 e 79 anos (67,9%; p<0,01. O controle pressórico mostrou-se associado à menor escolaridade (75,6%; p<0,05 e não possuir trabalho remunerado (69,4%; p<0,02. Os resultados observados indicam moderada adesão ao tratamento anti-hipertensivo e ao controle pressórico. Além disso, detectou-se que as variáveis socioeconômicas e demográficas mostraram-se mais fortemente associadas à adesão e controle pressórico.

  15. Fatores associados à não adesão aos antirretrovirais em adultos com AIDS nos seis primeiros meses da terapia em Salvador, Bahia, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Adriano Góes Silva

    2015-06-01

    Full Text Available O controle da replicação viral é essencial na terapia antirretroviral altamente potente (TARV e a adesão ao tratamento é o fundamento para esse controle. Fatores individuais e externos influenciam a adesão aos antirretrovirais (ARV. Estudo transversal para investigar fatores associados à não adesão à TARV, em indivíduos com AIDS em Salvador, Bahia, Brasil, com idade ≥ 13 anos e primeira prescrição em 2009. Dados coletados em prontuários e registros da farmácia. Dos 216 pacientes, 65,3% eram homens; idade média 37,8 ± 9,5 anos, solteiros 67,9%; heterossexuais 64%; > 8 anos de estudo 65,3%, etilistas 61,5% e não relatou tabagismo 75,1% ou uso de drogas 93,7%. Iniciaram a TARV com TCD4+ < 350 células/mm3 94%, 61,8% sintomáticos e 68,4% apresentaram reação adversa ao medicamento. Prevalência de não adesão 25%. Variáveis associadas: maior tempo entre o diagnóstico de infecção pelo HIV e a AIDS (aOR = 3,9, reação adversa ao medicamento (aOR = 2,4, idade menor que 34 anos (aOR = 2,2, menos que 8 anos de estudo (aOR = 2,2 e uso de drogas (aOR = 2,6. A alta taxa de não adesão é um problema importante nos seis primeiros meses da TARV.

  16. FATORES ASSOCIADOS A NÃO ADESÃO AO TRATAMENTO DA HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA: UMA REVISÃO INTEGRATIVA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leidiane Mirlla de Oliveira Mendes

    2014-08-01

    Full Text Available O controle inadequado da pressão arterial pode estar relacionado à falta de adesão do paciente hipertenso ao tratamento indicado. Objetivo: Sintetizar o conhecimento produzido e publicado na literatura nacional sobre os fatores associados à não adesão ao tratamento da hipertensão arterial no período de 2006 a 2012. O presente estudo trata-se de uma revisão integrativa da literatura. O levantamento bibliográfico ocorreu mediante a consulta na base de dados online da Biblioteca virtual em Saúde. Critérios de inclusão: artigos nacionais, textos completos, que abordassem a temática e os publicados entre 2006 a 2012. Critérios de exclusão: que não estavam relacionados à temática do estudo e que estavam fora do período determinado. Foram considerados 11 artigos. O ano de 2008 e 2010 concentrou o maior número de publicações com 28% cada. Observaram-se, nos artigos, as abordagens metodológicas qualitativa com 27% e quantitativa com 73%. A região Sudeste se destaca com 37% das publicações. Local de realização das pesquisas, 91% dos artigos foram realizados em Unidades Básicas de Saúde. 19% dos artigos foram publicados na Revista Rene. Procedeu-se uma leitura analítica que possibilitou a formulação da categoria: Fatores que influenciam a não adesão ao tratamento anti-hipertensivo. O estudo realizado permitiu sintetizar a produção de conhecimento nacional acerca dos fatores que influenciam a não adesão ao tratamento da hipertensão. A compreensão dos reais motivos da não adesão ao tratamento da hipertensão se torna importante no que se refere à criação de projetos e ações de saúde pública voltada para esse agravo.

  17. Fatores associados à adesão ao tratamento medicamentoso em hipertensos de uma unidade de sáude da família

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Izabel Cristina Ribeiro Saccomann

    2015-03-01

    Full Text Available Objetivos: avaliar os fatores associados à adesão ao tratamento medicamentoso em pacientes hipertensos de uma Unidade de Saúde da Família. Métodos: estudo descritivo e exploratório, com aplicação da avaliação global da adesão e a Medida de Adesão Medicamentosa autorrelatada em 54 pacientes do Programa de Saúde do Adulto. Para as variáveis categóricas foi utilizado o teste Qui-quadrado de Pearson ou o teste exato de Fisher; para as numéricas, o teste de Mann-Whitney ou de Kruskal-Wallis; e para a correlação, o coeficiente de correlação de Spearman. Resultados: os pacientes apresentaram média de idade de 61,4 (±12,5 anos, sendo 51,8% mulheres e 48,1% homens, escolaridade média de 4,3 (± 3,5 anos, 59% possuíam algum vínculo empregatício, 35,1% realizavam controle da pressão arterial somente nas consultas médicas e/ou de enfermagem, 61,1% eram não aderentes ao tratamento medicamentoso apesar de apresentarem comportamento de alta favorabilidade de adesão. Os homens e aqueles que não seguiam as recomendações da dieta eram mais descuidados ao tomar os medicamentos; os que trabalhavam fora de casa se esqueciam de tomar a medicação mais frequentemente; os fumantes e os que faziam uso de bebida alcoólica tinham comportamento de menor favorabilidade de adesão. Conclusões: os fatores associados a não adesão foram o gênero e os hábitos saudáveis. Sendo assim, o grande desafio para os profissionais de saúde é a implementação de medidas que de fato mudem o comportamento de adesão. O desenvolvimento de uma intervenção baseada na reflexão, respeito à autonomia e individualidade do paciente podem ajudar a melhorar a adesão.

  18. Fatores associados ao consumo de bebidas açucaradas entre pré-escolares brasileiros: inquérito nacional de 2006

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Bergamo Vega

    2015-08-01

    Full Text Available ResumoO crescente consumo de bebidas açucaradas como os refrigerantes ou sucos artificiais está associado à prevalência de obesidade no Brasil e no mundo. Este estudo se propõe a conhecer a frequência de consumo destas bebidas entre crianças brasileiras de 24 a 59 meses e investigar associações com variáveis demográficas, socioeconômicas e nutricionais. Utilizando dados da Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde da Criança e da Mulher − 2006, o padrão alimentar foi obtido com o questionário de frequência de alimentos e bebidas nos sete dias anteriores à data da entrevista e a antropometria usou medidas de peso e de estatura das crianças. Entre os pré-escolares, 37,3% consumiram refrigerantes e sucos artificiais 4 dias ou mais por semana. Os fatores que apresentaram associação estatisticamente significante com consumo frequente de BA foram residir em regiões de maior desenvolvimento econômico do país, em áreas urbanas, pertencer ao estrato de maior poder aquisitivo, mães que assistiam TV regularmente e excesso de peso da criança, estavam associados ao consumo de refrigerantes e sucos artificiais em 4 ou mais dias por semana. Novos estudos são necessários para a compreensão da real contribuição das bebidas açucaradas na epidemia de obesidade infantil.

  19. Análise dos fatores associados aos acidentes de trânsito envolvendo ciclistas atendidos nas capitais brasileiras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Augusto Moreira de Sousa

    Full Text Available Resumo O Brasil possui a sexta maior frota de bicicletas do mundo, sendo esta o veículo de transporte individual mais utilizado no país. Porém, poucos estudos abordam a temática envolvendo os acidentes com ciclistas, bem como os fatores que colaboram ou evitam essa ocorrência. Utilizou-se amostragem complexa e posterior análise de dados por regressão logística multivariada e cálculo das respectivas razões de chance para estudar o Inquérito de delineamento transversal (VIVA, o qual compõe o Sistema de Vigilância de Violências e Acidentes do Ministério da Saúde. As razões de chance apontaram maiores chances de ocorrência de acidentes envolvendo ciclistas em indivíduos do sexo masculino, de menor escolaridade e que residem em área urbana e periurbana. Pessoas que não estavam utilizando a bicicleta para ir ao trabalho apresentaram maior chance de acidente. O perfil encontrado no presente estudo corrobora os achados de outros estudos, os quais consideram que a coexistência de ciclistas com os demais meios de transporte, no mesmo espaço urbano, acarreta em maior chance de acidentes. A construção de espaços exclusivos à circulação de bicicletas e a realização de campanhas educativas são preconizadas.

  20. Fatores associados ao comportamento alimentar inadequado em adolescentes escolares Factors associated with inappropriate eating behavior in adolescent students

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo de Sousa Fortes

    2013-01-01

    Full Text Available CONTEXTO: Evidências demonstram que a prevalência do comportamento alimentar inadequado (CAI entre jovens tem aumentado nos últimos anos. Parece que a insatisfação corporal (IC, a prática excessiva de exercício físico, a composição corporal, o nível econômico (NE, além da etnia, podem ser fatores de risco para o CAI. OBJETIVO: Associar IC, grau de comprometimento psicológico ao exercício (GCPE, adiposidade corporal (AC, estado nutricional (EN, NE e etnia ao CAI em adolescentes. MÉTODOS: Participaram 362 jovens de ambos os sexos com idades entre 10 e 19 anos. Utilizou-se o Eating Attitudes Test para avaliar o CAI. O Body Shape Questionnaire e a Commitment Exercise Scale foram utilizados para mensurar IC e GCPE, respectivamente. Aferiram-se dobras cutâneas para classificar a AC segundo sexo. Peso e estatura foram aferidos para calcular-se o índice de massa corporal (IMC e classificar o EN. O NE foi avaliado pelo Critério de Classificação Econômica Brasil. Aplicou-se questionário que buscava avaliar etnia, idade e sexo. RESULTADOS: Os resultados evidenciaram associação do CAI com IC, GCPE e NE no sexo feminino (p BACKGROUND: Evidence shows that the prevalence of inappropriate eating behavior (CAI among young people has increased in recent years. It seems that body dissatisfaction (IC, the practice of excessive exercise, body composition, the socioeconomic status (NE, and ethnicity may be risk factors for CAI. OBJECTIVE: To associate IC, degree of psychological impairment to exercise (GCPE, adiposity (AC, nutritional status (EN, NE and ethnicity with CAI in adolescents. METHODS: Participants 362 young people of both sexes aged between 10 and 19 years. We used the Eating Attitudes Test to assess the CAI. The Body Shape Exercise Questionnaire and Commitment Exercise Scale were used to measure IC and GCPE, respectively. We evaluated skinfold thickness is to classify the AC second sex. Weight and height were measured to

  1. Fatores associados ao uso regular de cigarros por adolescentes estudantes de escolas públicas de Londrina, Paraná, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Henriques Ribeiro Menezes

    2014-04-01

    Full Text Available Estudo epidemiológico transversal com objetivo de identificar fatores associados ao uso regular de cigarros por adolescentes. A amostra foi constituída por 517 alunos do 9o ano do Ensino Fundamental de escolas públicas de Londrina, Paraná, Brasil. O instrumento de coleta de dados incluiu características sociodemográficas, relações sociais e comportamentos de risco. Na análise estatística, foi utilizado o modelo de regressão logística com nível de significância em 5%. Relataram uso de cigarros, pelo menos, um dia nos últimos trinta dias 8,9% dos alunos. Os fatores idade ≥ 15 anos (OR = 2,28; IC95%: 1,21-4,32; p = 0,011 e possuir amigos fumantes (OR = 12,62; IC95%: 4,44-35,89; p < 0,0001 associaram-se ao uso regular de cigarros, tanto na análise univariada como na multivariada. Por outro lado, sexo, raça, classe social, morar com pai e mãe, religião, escolaridade materna, experimentação de álcool, atividade física e atividade remunerada não se associaram a essa prática. Esses achados podem subsidiar a elaboração de estratégias antitabágicas direcionadas à comunidade, tendo o adolescente como alvo.

  2. Fatores associados à violência obstétrica na assistência ao parto vaginal em uma maternidade de alta complexidade em Recife, Pernambuco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Priscyla de Oliveira Nascimento Andrade

    2016-03-01

    Full Text Available Resumo Objetivos: analisar os fatores associados à violência obstétrica de acordo com as práticas não recomendadas na assistência ao parto vaginal em uma maternidade escola e de referência da Cidade do Recife. Métodos: estudo transversal, prospectivo, com 603 puérperas, realizado entre agosto a dezembro de 2014. Os dados sociodemográficos, clínicos e de acesso à assistência foram obtidos através dos prontuários e de entrevistas com as pacientes. A prevalência da violência obstétrica foi baseada nas recomendações da Organização Mundial da Saúde sobre as práticas recomendadas para a assistência ao parto vaginal. Para análise dos fatores associados utilizou-se a regressão multivariada de Poisson, considerou-se p<5%. Os dados foram analisados no Stata 12.1 SE. Resultados: a prevalência da violência obstétrica foi de 86,57%. As práticas prejudiciais mais frequentes foram os esforços de puxo (65%, a administração de ocitocina (41% e o uso rotineiro da posição supina/litotomia (39%. Apenas as variáveis não possuir ensino médio completo (p=0,022 e ter sido assistido por um profissional médico (p<0,001 apresentaram associação significante com a violência obstétrica. Conclusões: o grande número de intervenções obstétricas utilizadas consiste em um ato de violência obstétrica e demonstram que apesar do incentivo do Ministério da Saúde para uma assistência humanizada os resultados ainda estão longe do recomendado.

  3. Risk factors associated with vestibulocochlear nerve schwannoma: systematic review Fatores de risco associados ao Schwannoma do nervo vestibular: revisão sistemática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Paula Corona

    2009-08-01

    Full Text Available The vestibulocochlear nerve schwannoma (VS is a benign tumor that stems from the edge of the Schwann´s sheath. It is considered the most frequent intracranial benign tumor, of low lethality rate and unknown etiology. AIM: to identify risk factors associated with VS. STUDY DESIGN: systematic review. METHODS: electronic search of studies using the following key words: "risk", "schwannoma", "vestibular", "neuroma" and "acoustic". All original articles on epidemiological studies published in Portuguese, English or Spanish describing measures of association were included. RESULTS: twenty case-control studies were found, most of them published in the United States. The analysis of those studies shows educational level, household income, occupation, exposure to ionizing radiation and noise, allergic diseases as well as the use of both cellular and cordless phones as risk factors for the VS. CONCLUSION: methodological limitations and lack of precision in the findings impose limits to definitive conclusions concerning those risk factors. The current study contributes with information which can subsidize decisions related to the methodology to be used, having in mind new investigations on risk factors for VS. Therefore, it is of great help for knowledge improvement in this field.O Schwannoma do nervo vestibular (SV é um tumor benigno que se origina da bainha de Schwann do VIII par craniano. É o tumor benigno intracraniano mais frequente, de baixa letalidade e etiologia obscura. OBJETIVO: Identificar fatores de risco associados ao SV. DESENHO DO ESTUDO: Revisão sistemática. MATERIAL E MÉTODO: Identificação de estudos em bases de dados eletrônicos utilizando as palavras-chaves "risk", "risco", "schwannoma", "vestibular", "neuroma" e "acoustic". Incluíram-se artigos originais de pesquisa epidemiológica publicados em português, espanhol ou inglês, que referiam alguma medida de associação. Foram comparados e analisados aspectos metodológicos e

  4. FATORES ASSOCIADOS À OCORRÊNCIA DE LESÕES DURANTE A PRÁTICA DE ATIVIDADE FÍSICA EM ACADEMIAS AO AR LIVRE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alice Tatiane da Silva

    Full Text Available RESUMO Introdução: Evidências apontam associação positiva entre a prática de atividades físicas e a ocorrência de lesões. No entanto, faltam estudos que tenham analisado essa ocorrência relacionada com as academias ao ar livre (AAL. Objetivo: Verificar os fatores associados à ocorrência de lesões durante a prática de atividades físicas nas academias ao ar livre em adultos de Curitiba-PR. Métodos: Estudo transversal realizado em 2012, no qual foram entrevistados "in loco" 411 frequentadores (53,8% mulheres de 20 AAL da cidade. A ocorrência de lesões foi autorreportada e a sua associação foi testada com variáveis individuais e sociodemográficas (sexo, faixa etária, situação conjugal, escolaridade, renda domiciliar, índice de massa corporal, prática de atividade física no lazer (caminhada e atividade física total e características de uso das AAL (percepção de esforço, frequência semanal, tempo de permanência, meses de uso e orientação com a regressão de Poisson no software STATA 12. Resultados: A ocorrência de lesões foi de 3,4% e as variáveis não foram associadas ao desfecho. Conclusão: A ocorrência de lesões é baixa e a prática de atividade física nesses equipamentos aparenta ser segura para a integridade física dos seus frequentadores.

  5. Fatores associados ao consumo de frutas, verduras e legumes em Nipo-Brasileiros Factors associated with fruit and vegetable intake in Japanese-Brazilians

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raphaela Fernanda Muniz Palma

    2009-09-01

    Full Text Available A identificação de fatores associados ao consumo de frutas, verduras e legumes constitui-se em ferramenta chave na elaboração de programas de intervenção mais eficazes, visando o aumento no consumo desses alimentos. O objetivo do presente estudo foi identificar, em análise transversal, fatores associados ao consumo adequado de frutas, verduras e legumes (> 400g/dia em 581 nipo-brasileiros adultos, de 1ª e 2ª gerações, residentes em Bauru, SP, Brasil. O consumo alimentar foi avaliado por meio de três inquéritos recordatórios de 24 horas. Em modelos de regressão logística ajustados, verificou-se que o relato de um maior número de refeições diárias estava associado à maior chance [OR (IC 95%]: [1,31 (1,05; 1,63] de consumo adequado de frutas, verduras e legumes. Por outro lado, indivíduos no terceiro tercil de consumo de ácidos graxos saturados apresentaram menor chance de consumo adequado destes alimentos [0,35 (0,21; 0,60]. Verificou-se maior tendência de consumo adequado de frutas, verduras e legumes entre indivíduos de maior idade. Os resultados sugerem que programas de intervenção mais intensivos são necessários entre indivíduos jovens e com consumo elevados de ácidos graxos saturados. Além disso, o estímulo ao maior fracionamento da dieta poderá favorecer a adesão às metas de consumo de frutas, verduras e legumes.The determination of factors associated with fruit and vegetable intake is an important tool for the development of effective intervention programs aimed at increasing the consumption of these foods. The objective of the present cross-sectional study was to identify the factors associated with the adequate consumption of fruit and vegetables (> 400g/day among 581 adult Japanese-Brazilians, 1st and 2nd generations of immigrants, living in Bauru, SP, Brazil. Food consumption was estimated using three 24-hour recalls. On adjusted logistic regression models, higher meal frequencies were associated with

  6. Prevalência e fatores associados ao excesso de peso em adultos do Brasil: um estudo de base populacional em todo território nacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vladimir Schuindt da Silva

    2012-09-01

    Full Text Available Avaliou-se a prevalência e fatores associados ao excesso de peso (IMC > 25kg/m ² em adultos (81.745 do Brasil. Realizou-se regressão de Poisson, bruta e ajustada. Os resultados mostraram maiores prevalências de excesso de peso em adultos de 50 a 59 anos (RP=1,21, IC95%: 1,20;1,22, do sexo masculino (RP=1,01, IC95%: 1,01;1,02, da cor-raça negra (RP=1,01, IC95%: 1,00;1,02, nível de escolaridade médio (RP=1,02, IC95%: 1,01;1,02, renda alta (RP=1,09, IC95%: 1,08;1,10 e da Região Sul (RP=1,02, IC95%: 1,01;1,02. Os resultados apontam para a necessidade de ações estratégicas que levem em conta as prevalências de excesso de peso verificadas nos diferentes estratos da população brasileira.

  7. Fatores associados ao abandono escolar no ensino médio público de Minas Gerais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tufi Machado Soares

    2015-09-01

    Full Text Available Este artigo tem como objetivo apontar quais são os principais fatores que influenciam o abandono escolar no ensino médio. Os dados utilizados baseiam-se em uma série histórica construída a partir do levantamento das Pesquisas Nacionais por Amostra de Domicílios (PNAD e numa ampla pesquisa realizada no estado de Minas Gerais (MG, a qual culminou na coleta de diversas informações de um total de 3.418 entrevistados (entre alunos cursantes e não-cursantes. Com base nesses dados, estimaram-se modelos de regressão de risco proporcional de Cox, que permitiram identificar a correlação entre fatores intra e extraescolares com o abandono precoce. Outro modelo desenvolvido utilizou as bases de dados da PNAD, em que um modelo logito foi estimado, permitindo verificar a taxa do não abandono na trajetória do ensino médio também para o estado de Minas Gerais. Entre os resultados encontrados, destacam-se alguns fatores expressivos na explicação do abandono, tais como: a dificuldade nas disciplinas, ânsia por uma escola diferente, percepção de melhores oportunidades de trabalho com a continuidade dos estudos e a importância atribuída na escolha à escola.

  8. Doença periodontal materna como fator associado ao baixo peso ao nascer Maternal periodontal disease as a factor associated with low birth weight

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simone Seixas da Cruz

    2005-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estudos recentes têm apresentado evidências de que a doença periodontal em gestantes pode ser um dos determinantes do baixo peso ao nascer. Realizou-se estudo para verificar a existência de associação entre doença periodontal materna e baixo peso ao nascer. MÉTODOS: Estudo do tipo caso-controle com 302 mulheres, sendo 102 mães de nascidos vivos de baixo peso (grupo caso e 200 mães de nascidos vivos com peso normal (grupo controle. A existência de associação entre doença periodontal e baixo peso ao nascer foi avaliada mediante modelo multivariado de regressão logística, considerando outros fatores de risco para o baixo peso. RESULTADOS: Ambos os grupos de mães eram comparáveis no que se refere a idade, altura, peso pré-gestacional, tabagismo, alcoolismo, doenças prévias, estado civil, situação socioeconômica, número de escovações e uso de fio dental, número de refeições diárias, e visitas ao dentista. A doença periodontal foi diagnosticada em 57,8% das mães do grupo caso e 39,0% do grupo controle. A análise de regressão logística indicou associação positiva entre doença periodontal e baixo peso ao nascer (ORbruto=2,15; IC 95%: 1,32-3,48, especialmente entre as mães com escolaridade menor ou igual a quatro anos (ORajustada=3,98; IC 95%: 1,58-10,10. CONCLUSÕES: A doença periodontal é um possível fator de risco para o baixo peso ao nascer.OBJECTIVE: Recent studies have presented evidence that periodontal disease in pregnant women may be a determining factor for low birth weight. The present investigation was carried out to verify whether or not there is an association between maternal periodontal disease and low birth weight. METHODS: This was a case-control study on 302 women, of whom 102 were the mothers of live newborns of low weight (case group and 200 were the mothers of live newborns of normal birth weight (control group. The existence of an association between periodontal disease and low

  9. Fatores associados ao obito neonatal de recem-nascidos de alto risco: estudo multicentrico em Unidades Neonatais de Alto Risco no Nordeste brasileiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiana Ferreira da Silva

    2014-02-01

    Full Text Available Este estudo pretendeu determinar os fatores associados à mortalidade intra-hospitalar, utilizando como variáveis explicativas as características individuais da mãe, da assistência ao pré-natal, parto e período neonatal e dos recém-nascidos internados em Unidades Neonatais de Alto Risco (UTIN integrantes da Rede Norte-Nordeste de Saúde Perinatal no Nordeste do Brasil. Foi realizado estudo longitudinal, multicêntrico de base hospitalar. A população do estudo compreendeu 3.623 nascidos vivos internados em 34 UTIN. Após o ajuste para os três níveis hierárquicos do modelo de determinação do óbito em UTIN até o 27 o dia de vida, associaram-se: tipo de parto – cesariana (OR = 0,72; IC95%: 0,56-0,95; não uso de corticoide antenatal (OR = 1,51; IC95%: 1,01-2,25; pré-eclâmpsia (OR = 0,73; IC95%: 0,56-0,95; oligodramnia (OR = 1,57; IC95%: 1,17-2,10; peso ao nascer < 2.500g (OR = 1,40; IC95%: 1,03-1,90; escore de Apgar 5 o minuto < 7 (OR = 2,63; IC95%: 2,21-3,14; uso de tubo endotraqueal (OR = 1,95; IC95%: 1,31-2,91; não uso de surfactante (OR = 0,54; IC95%: 0,43-0,69. O óbito em UTIN é determinado pelas condições assistenciais à gestação, parto e recém-nato.

  10. Fatores obstétricos associados ao baixo peso ao nascer A study of some obstetric factors associated with low birth-weight

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Umberto Gazi Lippi

    1989-10-01

    Full Text Available Estudou-se um contingente de 19.446 eventos obstétricos consecutivos, dos quais foi possível obter dados analisáveis em 18.804. O baixo peso ao nascer ocorreu em 15,93% dos recém-natos. Foi possível encontrar associações estatisticamente significativas com os elementos estudados, ou seja, com: idade materna, assistência pré-natal, número de gestações prévias, hábito de fumar e idade gestacional ao parto. Propõe-se medidas para atenuar o problema, quais sejam: programas educacionais sobre reprodução humana para adolescentes, programas destinados a divulgar a nocividade do hábito de fumar, extensão da assistência pré-natal, programas médicos do bloqueio do parto prematuro, tudo associado a outras, de caráter sócio-econômico.An analysis was made of 18,804 of 19,446 consecutive births of the number analysed 15.93% presented low birth-rate. Significant statistical association was found in relation to maternal age, pre-natal care, previous pregnancies, smoking and gestational age at birth. Measures with a view to the attenuation of the problem are proposed, among them being: educational programs for teenagers on human reproduction, programs designed to create awareness of the harm done by smoking, amplification of antenatal assistance, medical programs for the limitation of premature labor, all of these and others, in association with programs of socio-economic support.

  11. Fatores associados ao estado nutricional e ao nível de hemoglobina em idosos: Programa de Saúde da Família, Viçosa MG

    OpenAIRE

    Silva,Clarice Lima Álvares da

    2008-01-01

    Neste estudo epidemiológico transversal foi avaliado o estado nutricional, prevalência de anemia e fatores associados ao nível de hemoglobina de 155 idosos cadastrados no Programa de Saúde da Família (PSF) do município de Viçosa, Minas Gerais. Alíquotas de 8 mL de sangue coletadas por punção venosa foram utilizadas para determinar concentrações de hemoglobina e índices hematimétricos por contagem eletrônica automatizada, ferritina sérica por turbidimetria e Proteína C Reativa pelo método de ...

  12. Fatores associados ao uso de psicofármacos em idosos asilados Factors associated with the use of psychoactive drugs in institutionalized elderly

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giancarlo Lucchetti

    2010-01-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: As instituições de longa permanência para idosos (ILPI apresentam altas prevalências de internados em uso de psicofármacos para o controle de distúrbios comportamentais. Há, porém, poucos estudos brasileiros sobre esse aspecto de abordagem terapêutica em ILPI. OBJETIVO: Avaliar os fatores associados ao uso de psicofármacos em pacientes idosos institucionalizados. MÉTODOS: Foi realizado estudo transversal e retrospectivo por meio de análise de prontuários de todos os idosos (60 anos ou mais internados em um ILPI, independentemente das doenças apresentadas. Regressão logística foi realizada para verificar os fatores associados ao uso de psicofármacos na instituição. RESULTADOS: Foram avaliados 209 pacientes (73,2% mulheres, predominantemente portadores de síndromes demenciais, sequelas de acidentes vasculares cerebrais ou de traumas de crânio e hipertensão arterial sistêmica. Os psicofármacos estavam prescritos para 123 internados (58,9% do total, principalmente neurolépticos e antidepressivos. Após a regressão logística, encontrou-se associação entre a prescrição de neurolépticos e demência (p = 0,000, enquanto que o uso de antidepressivos esteve associado a maior número de medicamentos (p = 0,004 e presença de depressão (p = 0,000. O uso de psicofármacos em geral esteve fortemente associado com depressão (p = 0,000, presença de demência (p = 0,006 e presença de doenças psiquiátricas (p = 0,02. Não houve associação com as variáveis sexo, funcionalidade e idade. CONCLUSÃO: Há alto consumo de psicofármacos em ILPI. A associação destes com polifarmácia e depressão é significativa, e os portadores de demência foram os que mais fizeram uso dos neurolépticos. Fatores como idade e sexo, normalmente relevantes em pacientes ambulatoriais, não apresentaram associação em institucionalizados.INTRODUCTION: Nursing homes providing elderly care present a high prevalence of interns using

  13. Fatores associados ao linfedema em pacientes com câncer de mama Associated factors of lymphedema in breast cancer patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniella Marta Ferreira de Paiva

    2011-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: determinar a prevalência e os fatores associados ao linfedema em pacientes com câncer de mama. MÉTODOS: este estudo de corte transversal incluiu 250 mulheres com mais de seis meses de tratamento para o câncer de mama, que compareceram ao Ambulatório de Mastologia e Oncologia para consulta de seguimento em um Centro de Referência em Oncologia, em Juiz de Fora, Minas Gerais. Elas foram entrevistadas e submetidas à avaliação física. Foram colhidos dados de prontuário relacionados ao tratamento da neoplasia, à intervenção axilar e ao tumor. Diagnosticou-se linfedema quando a diferença entre os membros superiores foi maior ou igual a 2 cm pela perimetria. Os grupos de mulheres com e sem linfedema foram comparados em relação aos possíveis fatores de risco, e as medidas de tendência central, dispersão e prevalência foram obtidas admitindo o nível de significância de 95%. RESULTADOS: Cento e doze mulheres (44,8% apresentaram linfedema. Foi encontrada diferença significativa entre os grupos de mulheres com e sem linfedema em relação à mediana de linfonodos retirados (p=0,02; apresentação de trombose linfática superficial no braço homolateral à cirurgia (pPURPOSE: to determine the prevalence of lymphedema and its associated factors in breast cancer patients. METHODS: Two hundred and fifty women that had undergone more than six months of breast cancer treatment and were being treated at an oncology reference hospital in Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil. They were interviewed and submitted to physical evaluation. Data from the patients' medical records regarding the treatment of breast cancer, the extent of axillary intervention and the tumor were analyzed. Lymphedema was diagnosed when the difference between both upper limbs was 2 cm or more by perimetry. The groups of women with and without lymphedema were compared regarding the possible risk factors, and central tendency, dispersion, and prevalence were

  14. Fatores associados ao risco de ingestão insuficiente de folato entre adolescentes Factors associated with risk of low folate intake among adolescents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia R. Vitolo

    2006-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar os fatores associados com risco para ingestão deficiente de folato entre adolescentes. MÉTODOS: O processo amostral deu-se por conglomerados através de sorteio sistemático de 40 setores censitários e dos domicílios, incluindo todos os indivíduos com idade entre 10 e 19 anos. Foram obtidos as medidas de peso, estatura, dobras cutâneas dos adolescentes e dados sociodemográficos da família. Utilizou-se o inquérito recordatório de 24 horas e inquérito de freqüência alimentar. A determinação do folato presente nos alimentos foi realizada por meio do programa Nutwin. Foi considerado risco para ingestão insuficiente quando a ingestão de folato era menor que a estimativa de requerimento médio. A análise estatística foi realizada por meio de regressão logística, utilizando modelo hierárquico. RESULTADOS: Os resultados foram obtidos com 722 adolescentes, com média de ingestão de folato de 145±117 µg e freqüência de adolescentes com risco de ingestão de folato abaixo da recomendação de 89%. Observou-se que os adolescentes com índice de massa corporal > ao percentil 85, aqueles com a circunferência da cintura > ao percentil 80 e com antecedentes familiares de doenças cardiovasculares, além do consumo não habitual de feijão e de vegetais verde-escuros, foram associados positivamente com a maior chance de risco para consumo insuficiente. CONCLUSÕES: Os adolescentes apresentaram risco elevado para ingestão insuficiente de folato, o que foi associado à maior faixa etária, circunferência de cintura maior que percentil 80, consumo não habitual de feijão e de vegetais verde-escuros.OBJECTIVE: To evaluate factors associated with the risk of low folate intake among adolescents. METHODS: We employed cluster sampling, using a random selection of 40 representative census sectors and households within those sectors, including all individuals between 10 and 19 years of age. The weight, height and skin folds

  15. Fatores associados ao uso de medicamentos na gestação em primigestas no Município de Rio Branco, Acre, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andréia Moreira de Andrade

    2014-05-01

    Full Text Available Estudo transversal, envolvendo 887 primigestas com o objetivo de analisar os fatores associados ao uso de medicamentos na gestação no Município de Rio Branco, Acre, Brasil. As informações tiveram como base uma entrevista e o cartão de pré-natal. Os medicamentos foram classificados de acordo com o Sistema Anatômico Terapêutico Químico (ATC, da Organização Mundial da Saúde, e com a categoria de risco do Food and Drug Administration (Estados Unidos. A média de idade foi 21 anos, a média do uso de medicamentos foi 2,42; os medicamentos mais consumidos foram os antianêmicos (47,5%, suplementos e vitaminas (18,7%, analgésicos (13,8% e antibióticos (10,5%. Na categorização de risco, 69,3% pertenciam à categoria A; 22,3% à B; 7,6% à C e 0,8% à D. A chance de ter sido exposta à utilização de medicamentos de risco foi maior nas primigestas na unidade B (RC = 2,10; IC95%: 1,26-3,50, na faixa etária de 19 a 24 anos (RC = 2,79; IC95%: 1,58-4,93 e com prescrição médica (RC = 1,86; IC95%: 1,18-2,95. Os medicamentos essenciais foram menos utilizados entre as mulheres com maior renda familiar (RC = 0,63; IC95%: 0,42-0,96, e que realizaram o pré-natal na rede privada (RC = 0,53; IC95%: 0,38-0,74.

  16. Fatores associados ao aleitamento materno e desmame em Feira de Santana, Bahia Breast feeding and weaning associated factors, Feira de Santana, Bahia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Graciete Oliveira Vieira

    2004-06-01

    Full Text Available OBJETIVOS: conhecer a prevalência do aleitamento materno e os fatores associados ao desmame das crianças menores de um ano, em Feira de Santana, no ano 2001. MÉTODOS: estudo transversal com aplicação de questionários às 2319 mães presentes nas 44 (71,1% unidades de vacinação selecionadas, por estratificação simples. Foi calculada a razão de prevalência e considerado como significante p OBJECTIVES: to determine breast feeding prevalence and weaning associated factors in under one year old children in Feira de Santana in 2001. METHODS: cross sectional study with the use of questionnaires addressing 2319 mothers in 44 vaccination facilities; (71% selected by simple stratification. Prevalence ratio was calculated with the following parameters: p < 0.05 considered significant with interval at 95%. RESULTS: breast feeding prevalence was 692% for under one year old children. Exclusive breast feeding was higher for children not using pacifiers (49.4% who had been breast-fed in the first days of life (40.4%. Statistically significant variables with higher breast feeding chances were: babies who were breast-fed in the first day of life (p <0.001, mothers who were housewives (p <0.001, lower family income (p <0.001, multiparous mothers (p =0.03 and children not using pacifiers (p =0.000. CONCLUSIONS: assistance activities to prevent weaning should especially focus on mothers holding jobs away from home, those with higher family incomes and who are primaparous. As for the children the focus should be on the ones not breast-fed in the first day of life and/or using pacifiers.

  17. Prevalência e fatores associados ao Near Miss Materno: inquérito populacional em uma capital do Nordeste Brasileiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tatyana Maria Silva de Souza Rosendo

    2015-04-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi determinar a prevalência do near miss e de complicações no período gravídico-puerperal, identificando seus principais marcadores clínicos e de intervenção e os fatores socioeconômicos e demográficos a ele associados. Trata-se de um estudo seccional, de base populacional, probabilístico, com amostra complexa, realizado em Natal/RN, Brasil. Aplicou-se um questionário validado em 848 mulheres, de 15 a 49 anos, identificadas em 8.227 domicílios de 60 setores censitários. Nas análises de associações, aplicou-se o teste Qui-quadrado e calculou-se a Razão de Prevalência (RP com Intervalo de Confiança (IC de 95% e significância de 5%. A prevalência de near miss materno foi de 41,1/1.000 NV, sendo a internação em UTI (19,1/1.000 NV e a eclampsia (13,5/1.000 NV os marcadores mais referidos. A prevalência de complicações no período gravídico-puerperal foi de 21,2%. A maior prevalência do near miss foi observada nas mulheres com maior idade, da raça preta/parda e com piores condições socioeconômicas. A realização de inquéritos populacionais é factível e pode acrescentar informações importantes ao estudo do near miss e seus marcadores apontam para a necessidade de fortalecimento da assistência materna para reduzir iniquidades em saúde.

  18. Fatores associados ao abuso de drogas em uma população clínica

    OpenAIRE

    Peuker, Ana Carolina Wolf Baldino; Rosemberg, Roberta; Cunha, Silvia Mendes da; Araujo, Lisiane Bizarro

    2010-01-01

    Foram investigadas as possíveis relações entre consumo de drogas, expectativas positivas quanto aos efeitos do álcool e sintomatologia depressiva e ansiosa. Participaram da pesquisa 40 indivíduos, com 26 anos em média, de ambos os sexos, atendidos em um serviço psicológico. Utilizou-se o Inventário de Expectativas e Crenças Pessoais Acerca do Álcool (IECPA), o Alcohol, Smoking and Substance Involvement Screening Test (ASSIST) e os Inventários de Beck de Ansiedade e Depressão. Constataram-se í...

  19. Trabalho rural e fatores de risco associados ao regime de uso de agrotóxicos em Minas Gerais, Brasil

    OpenAIRE

    Wagner Soares; Almeida,Renan Moritz V. R.; Sueli Moro

    2003-01-01

    O objetivo deste artigo foi caracterizar o processo do trabalho rural em nove municípios de Minas Gerais, considerando indicadores sócio-demográficos, a estrutura agrária dos estabelecimentos rurais, práticas de trabalho relacionadas ao uso de agrotóxicos e, a intoxicação associada a seu uso. Os dados foram obtidos de uma pesquisa realizada pela Fundação Jorge Duprat Figueiredo, de Segurança e Medicina do Trabalho, que aplicou um questionário a 1.064 trabalhadores rurais, entre os anos de 199...

  20. Perfil de casos de tuberculose notificados e fatores associados ao abandono, Belo Horizonte, MG Profile of notified tuberculosis cases and factors associated with treatment dropout

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lúcia Miana M. Paixão

    2007-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever o perfil dos casos notificados de tuberculose e analisar os fatores associados ao abandono do tratamento. MÉTODOS: Foram descritos 178 casos de tuberculose notificados na Regional Oeste de Belo Horizonte, em 2001-2002, e registrados no Sistema Nacional de Agravos de Notificação. Realizou-se estudo caso-controle não pareado, com dados coletados por entrevistas, comparando pacientes que abandonaram o tratamento com aqueles que evoluíram para cura. Foram analisadas as variáveis: características sociodemográficas, comportamentais, associação com Aids, efeitos colaterais, informação sobre a doença e interesse no tratamento. Utilizou-se análise univariada e regressão logística não condicional na análise multivariada, com odds ratio ajustado como medida de associação e intervalo de confiança de 95%. RESULTADOS: O coeficiente de incidência foi de 56,6/100.000 habitantes. Houve predomínio de homens, de 30 a 49 anos, da forma pulmonar (76,4%, e 72,5% de bacilíferos. Entre as notificações verificou-se 65,2% de curas, 12,4% abandonos e 9,6% óbitos, sem influência do local do tratamento. No estudo caso-controle não houve diferença quanto ao gênero, cor, escolaridade, renda, ocupação, apoio familiar, associação com Aids e etilismo. O uso de drogas, interesse em se tratar e informação sobre a doença mostraram-se independentemente associados ao abandono. CONCLUSÕES: A adesão ao tratamento representa um desafio no controle da tuberculose. Os fatores de proteção - interesse em se tratar e nível de informação sobre a doença - e o reconhecimento do uso de droga como fator de risco devem integrar estratégias de cuidado ao doente, buscando reduzir os índices de abandono para recuperação da saúde.OBJECTIVE: To describe the profile of notified tuberculosis cases and analyze the factors associated with treatment dropout. METHODS: A total of 178 cases of tuberculosis notified in the western region of

  1. Aspectos conceituais e fatores associados ao Letramento Funcional em Saúde: revisão de literatura

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Poliana Cristina Rocha

    2016-02-01

    Full Text Available RESUMO O objetivo deste estudo é revisar as produções científicas acerca da avaliação do letramento funcional em saúde em associação com a qualidade de vida; e analisar metodologicamente os estudos observacionais sobre a temática. Trata-se de revisão integrativa de literatura produzida com base em artigos relacionados aos seguintes eixos temáticos: letramento funcional em saúde e qualidade de vida, com busca realizada nas bases de dados PubMed, Lilacs, Biblioteca Virtual em Saúde. Após a aplicação dos critérios de inclusão obteve-se 538 artigos e após a aplicação dos critérios de exclusão foram selecionados 11 artigos sendo nove estudos internacionais e dois nacionais. A revisão constou de compilação e construção de linha histórica das publicações, análise metodológica dos estudos observacionais e elaboração de nuvem de textos. A maior parte dos artigos tem análise quantitativa; público alvo adultos e idosos e medem o nível de letramento funcional em saúde. Os estudos verificaram relação positiva do letramento funcional em saúde com a baixa escolaridade, idade mais avançada, sexo masculino e baixa renda. Os principais cenários foram ambientes assistenciais. O letramento funcional em saúde apresentou associação com variáveis sócio-demográficas como sexo, idade e escolaridade. A maior parte dos estudos encontrados na busca teve como objetivo relacionar o letramento a patologias e foi realizado em ambientes clínicos (ambulatórios e hospitais. Dos oito artigos observacionais incluídos na presente revisão atenderam totalmente aos critérios metodológicos para elaboração desse tipo de estudo.

  2. Prevalência e fatores associados ao sobrepeso e à obesidade em adolescentes Prevalence and factors associated to overweight and obesity in adolescents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nicole Gomes Terres

    2006-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Determinar a prevalência e os fatores associados ao sobrepeso e à obesidade em adolescentes de zona urbana. MÉTODOS: Estudo transversal de base populacional, realizado no município de Pelotas, Rio Grande do Sul, de 2001 a 2002. Adolescentes entre 15 e 18 anos de idade foram medidos, pesados e responderam a questionário auto-aplicável. De 90 setores sorteados, foram visitados 86 domicílios em cada setor, totalizando 960 adolescentes. A prevalência de sobrepeso e obesidade foi definida a partir do índice de massa corporal, mediante a utilização dos pontos de corte, ajustados à idade e ao sexo. Realizou-se análise multivariada com regressão de Poisson, considerando um modelo hierárquico das variáveis associadas ao sobrepeso e à obesidade. RESULTADOS: A prevalência de sobrepeso e de obesidade foi 20,9% e 5%, respectivamente. A relação entre a obesidade e idade e escolaridade do adolescente foi inversa. Verificou-se associação de sobrepeso e obesidade com o relato de obesidade dos pais (p=0,03 e maturação sexual do adolescente (p=0,01. Os hábitos de fazer dieta e omitir refeições foram associados à obesidade, com riscos de 3,98 (IC 95%: 1,83-8,67 e 2,54 (IC 95%: 1,22-5,29, respectivamente. CONCLUSÕES: A prevalência de sobrepeso e obesidade na região são preocupantes a despeito do comportamento dos adolescentes para prevenir a obesidade. É necessária a implantação de campanhas mais eficazes, direcionadas a orientar melhor os adolescentes.OBJECTIVE: To assess the prevalence and factors associated to overweight and obesity in urban area adolescents. METHODS: A cross-sectional population-based study was carried out in the municipality of Pelotas, Southern Brazil, between 2001 and 2002. Adolescents between 15 and 18 years old were weighed, measured and asked to complete a self-administered questionnaire. Of 90 areas drawn, 86 dwellings were visited in each area, comprising a total of 960 adolescents

  3. Fatores associados ao crescimento linear de crianças socialmente vulneráveis do Estado da Paraíba, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dixis Figueroa Pedraza

    2016-03-01

    Full Text Available Resumo Este trabalho objetivou examinar fatores associados ao déficit de estatura em crianças assistidas em creches do Estado da Paraíba, incluindo a deficiência de zinco. Trata-se de um estudo transversal envolvendo 353 crianças de 6-72 meses de idade. Os dados relativos às características biológicas, à situação de saúde e às condições socioeconômicas foram obtidos através de questionário. O déficit estatural foi determinado por índices de estatura para idade dois escores z abaixo do valor mediano da população de referência. Os níveis de zinco no cabelo foram determinados por espectrofotometria de absorção atômica. A prevalência de baixa estatura foi de 7,36%. O baixo peso ao nascer, a faixa etária de 6-36 meses, o esquema de vacinação incompleto, a baixa estatura materna, o baixo peso materno, a renda familiar per capita inferior a 0,5 salários mínimos e a residência em casa cedida/doada ou invadida apresentaram associação estatística significante com o déficit estatural. As crianças de baixa estatura apresentaram maior exposição à deficiência de zinco, porém sem diferença estatística em relação àquelas de estatura normal. Assim, indica-se claro diferencial do crescimento linear que favorece as crianças de melhor condição socioeconômica e de antecedentes maternos e de saúde favoráveis.

  4. Prevalência e fatores associados ao sedentarismo em adolescentes de área urbana Prevalence of sedentarism and its associated factors among urban adolescents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Helena Klee Oehlschlaeger

    2004-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Determinar a prevalência e fatores associados ao sedentarismo em adolescentes residentes em uma área urbana. MÉTODOS: Realizou-se estudo transversal em uma amostra representativa de 960 adolescentes com idades entre 15 e 18 anos, em 2002, em Pelotas, Estado do Rio Grande do Sul. Os dados foram coletados por meio de um questionário anônimo e auto-aplicado. Foi definindo como sedentário o adolescente que participava de atividades físicas por um tempo menor do que 20 minutos diários e uma freqüência menor do que três vezes por semana. Variáveis sociodemográficas e comportamentais foram avaliadas. Para as comparações entre proporções, utilizou-se o teste do qui-quadrado, e para a análise multivariada, a regressão de Poisson com ajuste robusto para as variâncias. Foi feito controle para efeito de delineamento. RESULTADOS: Foram entrevistados 960 adolescentes, dos quais 39% foram considerados sedentários. As meninas foram mais sedentárias do que os meninos, 2,45 (IC 95% 2,06-2,92. Os adolescentes das classes sociais mais baixas foram mais sedentários, 1,35 (IC 95% 1,06-1,72. Escolaridade inferior a quatro anos de estudo do adolescente 1,30 (IC 95% 1,01-1,68 e da mãe 1,75 (IC 95% 1,31-2,23 apresentaram maior risco para o sedentarismo. Após controle para possíveis fatores de confusão, mostrou-se também positiva a associação entre o sedentarismo e a presença de transtornos psiquiátricos menores e relação inversa, fator de proteção para os sexualmente ativos 0,84 (IC 95% 0,71-0,99. CONCLUSÕES: Ser do sexo feminino, pertencer à classe social baixa, ter uma baixa escolaridade e ser filho de mãe com baixa escolaridade são fatores associados ao sedentarismo.OBJECTIVE: To evaluate the prevalence and determinants of sedentarism among adolescents living in Pelotas, State of Rio Grande do Sul, Brazil. METHODS: A cross-sectional study was carried out in Pelotas, in 2002. An anonymous, self

  5. Fatores Associados ao Material Insuficiente em Punção Aspirativa por Agulha Fina nos Nódulos Sólidos da Mama

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Freitas Júnior Ruffo de

    2001-01-01

    Full Text Available Objetivo: analisar alguns fatores que possam estar associados à ocorrência de material insuficiente nos aspirados da punção aspirativa por agulha fina (PAAF. Pacientes e Métodos: foram estudadas 351 citologias de pacientes com nódulos sólidos da mama, submetidas a PAAF, como parte de sua investigação diagnóstica. As lâminas foram analisadas por um único citologista, que classificou os esfregaços como malignos, suspeitos, benignos ou material insuficiente para diagnóstico. Foram avaliados a idade da paciente, o tamanho do tumor, o estádio clínico, o Serviço, o dispositivo utilizado na punção e o tipo de lesão puncionada, de acordo com a histologia. A significância de cada variável em relação ao material insuficiente foi testada pelo c². Resultados: houve 67 esfregaços classificados como material insuficiente (19%. O tipo de dispositivo utilizado, o tamanho do tumor, o Serviço e o estádio clínico das lesões não se relacionaram à quantidade de material suficiente ou insuficiente. A idade da paciente e o tipo histológico influenciaram a taxa de material insuficiente, sendo que as pacientes abaixo de 50 anos tiveram uma taxa de 12%, comparada a 30% daquelas acima de 50 anos (p<0,03. Quanto à histologia, nas pacientes com alterações funcionais benignas da mama, a taxa de material insuficiente foi de 30%, seguida daquelas com carcinoma ductal infiltrante, 20%, e, no fibroadenoma, 12% (p<0,02. Conclusão: esse estudo mostrou uma taxa de material insuficiente relativamente alta (19%, a qual foi influenciada pela idade da paciente e pelo tipo histológico da lesão.

  6. Fatores associados ao excesso de peso entre mulheres Factores asociados al exceso de peso entre mujeres Factors associated to overweight among women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Cristine Souza Lopes

    2012-09-01

    Full Text Available Objetivou-se caracterizar as usuárias e identificar os fatores associados ao excesso de peso em serviço público de Promoção à Saúde (SPS. Estudo transversal com todas as mulheres de SPS, denominado Academia da Cidade. Utilizaram-se variáveis antropométricas, consumo e hábitos alimentares, e relato de morbidades. Realizou-se análise descritiva e regressão linear múltipla (pSe objetivó caracterizar las usuarias e identificar los factores asociados al exceso de peso en el Servicio de Promoción a la Salud (SPS Pública. Estudio transversal con todas las mujeres de SPS, denominado Academia da Cidade. Se utilizaron variables antropométricas, consumo y hábitos alimentarios, e informe de morbilidades. Se realizó regresión lineal múltiple (pThe objective is to characterize the users of a public health promotion service (HPS and identify factors associated with excess weight among these users. It's cross-sectional study among all women in a HPS. It was used anthropometric variables, food consumption and dietary habits, and reports of morbidity. Descriptive analysis and multiple linear regressions were performed (p<0,05. A high prevalence of excess weight (78,7% and inadequate dietary characteristics were found among the 262 interviewees. The increase of body mass index correlated with inadequate food mastication (b=2,780; p<0,001; insufficient vitamin C intake (b=-2,700; p=0,039; risk of cardiovascular diseases (b=2,840; p<0,001 and dyslipidemia (b=2,292; p=0,003; and doing diets over the last six months (b=2,216; p=0,006. Conclusion: The high rates of excess weight and associated factors show that there is a need to implement strategies for health promotion and recovery, focusing on comprehensive care for individuals and communities, even if at HPS.

  7. Regional differences associated with drinking and driving in Brazil Diferenças regionais entre os fatores associados ao beber e dirigir no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raquel De Boni

    2012-10-01

    condutores, 2.410 ingeriram bebidas alcoólicas nos 12 meses anteriores, sendo a maioria composta por homens com idade mediana de 36 anos. A única variável associada a BAC em todos os grupos foi ter lazer como motivo da viagem. Baixa escolaridade, idade > 30 anos, dirigir carros/motos e ter realizado teste de bafômetro previamente foram associadas a BAC em ao menos dois grupos. CONCLUSÕES: Os fatores associados a DUI foram semelhantes nas regiões, especialmente o motivo da viagem e a escolaridade, embora algumas especificidades regionais tenham sido observadas. Estas informações são estratégicas para políticas públicas destinadas a redução do DUI.

  8. Fatores associados ao retorno ao trabalho após um trauma de mão: uma abordagem qualiquantitativa Factors associated with return to work following a hand injury: a qualitative/quantitative approach

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lúcia H. A. Cabral

    2010-04-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Descrever os trabalhadores que retornaram ao trabalho após um trauma de mão e analisar os fatores que se associaram a esse desfecho após três anos da alta da reabilitação. MÉTODOS: Foi realizado um estudo observacional, de corte transversal, com triangulação dos métodos quantitativo e qualitativo. A análise quantitativa utilizou um banco de dados com informações sociodemográficas, funcionais e clínicas referentes a 35 indivíduos, classificados em dois grupos (retornou/não retornou ao trabalho. Foi conduzida análise multivariada, utilizando o algoritmo CART (Classification and Regression Tree para avaliar o valor preditivo de quatro modelos, identificando trabalhadores que retornaram ou não ao trabalho. A partir dos resultados da análise estatística, foi elaborado um roteiro semiestruturado para as entrevistas que foram realizadas com sete trabalhadores selecionados aleatoriamente da amostra. RESULTADOS: Dos 35 trabalhadores que participaram deste estudo, 30 retornaram e cinco não retornaram ao trabalho. A maioria era do sexo masculino, com média de idade de 37 anos, casada e de baixa escolaridade. As variáveis com maior força preditiva foram força de preensão, escores do desempenho ocupacional, categoria ocupacional e idade. O estudo qualitativo confirmou a natureza multifatorial do retorno ao trabalho, demonstrando que a presença de um profissional para acompanhar o processo, alguns ajustes no posto e no horário de trabalho, possibilitando uma continuidade do tratamento, e o auxílio-acidente podem contribuir para o sucesso do retorno. CONCLUSÕES: Este estudo evidenciou a complexidade do retorno ao trabalho de trabalhadores com lesão de mão, apontando vários fatores associados a esse desfecho e a importância de uma avaliação individualizada, centrada no trabalhadorOBJECTIVES: To describe workers who returned to work after a hand injury and to analyze the factors associated with this outcome three

  9. Fatores de risco associados ao desmame precoce e ao período de desmame em lactentes matriculados em creches Risk factors associated to early weaning and to weaning period of infants enrolled in daycare centers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marina Borelli Barbosa

    2009-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar os fatores de risco no processo de desmame de lactentes matriculados em creches. MÉTODOS: Estudo analítico transversal com 56 crianças de nove a 18 meses de idade matriculadas em cinco creches de São Paulo. As mães das crinaças responderam ao questionário pré-testado que abordava questões demográficas, socioeconômicas, de gestação e nascimento, morbidade, aleitamento materno, alimentação complementar (quando/como foram introduzidos novos alimentos e atividades da criança na creche. Os fatores associados ao desmame precoce e menor período de desmame (variável definida pela diferença entre tempo de aleitamento exclusivo e tempo de aleitamento total foram avaliados em análises bivariadas. As variáveis com p25 anos (OR 4,91; IC95% 1,35-17,95; mãe morar sem companheiro (OR 6,42; IC95% 1,28-32,20 e uso de chupeta antes dos 30 dias de vida (OR 8,75; IC95% 1,90-40,23. Os fatores de risco para tempo insuficiente de desmame foram: frequentar creche pública (OR 3,20; IC95% 0,77-14,29 e início tardio do pré-natal (OR 4,13; IC95% 0,70-31,29. CONCLUSÕES: Características relacionadas à família e à instituição creche são fatores de risco para o desmame de crianças institucionalizadas. A abordagem desses determinantes para definir ações de saúde e nutrição é estratégica para favorecer a prática do aleitamento e qualificar o papel da creche como promotora de saúde e nutrição infantil.OBJECTIVE: To evaluate risk factors associated with weaning of infants enrolled in daycare centers. METHODS: Analytical cross-sectional study comprising 56 children aged nine to 18 months in five daycare centers of São Paulo. A pre-tested questionnaire was applied to their mother, including questions on demographics and socioeconomic issues, gestation and birth, illness, breastfeeding, complementary feeding (when and how new foods were introduced and children activities in daycare centers. Factors associated with early

  10. Fatores associados ao estado nutricional de crianças pré-escolares brasileiras assistidas em creches públicas: uma revisão sistemática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dixis FIGUEROA PEDRAZA

    2015-08-01

    Full Text Available O presente artigo tem como objetivo realizar uma revisão sistemática da produção do conhecimento sobre fatores associados ao estado nutricional de crianças brasileiras assistidas em creches públicas. Foi feita busca bibliográfica nas bases MedLine, Lilacs e SciELO, e revisão dos estudos publicados até 2013. Foi utilizada a seguinte estratégia de busca: ("estado nutricional" OR "antropometria" OR "desnutrição" OR "sobrepeso" AND "creches". No caso da busca no MedLine, o descritor Brazil também foi usado. Foram selecionados 24 manuscritos. Os fatores associados à desnutrição crônica mais citados pelos autores foram a idade da criança, o peso ao nascer, o número de irmãos, a renda familiar, a escolaridade da mãe e o tempo de frequência à creche. Apresentaram-se evidências positivas sobre a relação entre frequência à creche e melhoria do estado nutricional. Apesar do número reduzido de estudos sobre o estado nutricional de crianças que frequentam creches e sua concentração geográfica, os trabalhos apresentados mostram a importância de variáveis de índole biológica (relação inversa - como idade e peso ao nascer da criança -, e socioeconômica (relação inversa, bem como da frequência à creche (relação positiva.

  11. Factors associated with low birth weight in a historical series of deliveries in Campinas, Brazil Fatores associados a baixo peso ao nascer em uma série histórica de partos em Campinas, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pedro Ribeiro Coutinho

    2009-01-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To identify the risk factors associated with low birth weight (37 months, maternal history of hypertension, cardiopathy and premature delivery, few (OBJETIVO: Identificar os fatores de risco associados com baixo peso (37 meses, história materna de hipertensão, cardiopatia e parto prematuro, <5 consultas de pré-natal e seu início tardiamente na gestação (após o terceiro mês, rotura prematura de membranas, aumento da pressão arterial, doenças infecciosas e hemorragias durante a atual gestação. Obesidade materna e primiparidade foram fatores de proteção. CONCLUSÃO: Estes resultados confirmam os achados de estudos prévios. A detecção e manejo ante-parto de fatores modificáveis, aconselhamento, intervenção pré-concepcional, pré-natal adequado e a implementação de prevenção primária e secundária de morbidade materna devem constituir uma preocupação para todo obstetra como potencial fonte de redução da incidência de baixo peso ao nascimento.

  12. Fatores associados à baixa adesão ao aleitamento materno exclusivo e ao desmame precoce http://dx.doi.org/10.15601/1983-7631/rt.v6n11p154-16

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jaqueline Almeida Guimarães Barbosa

    2013-11-01

    Full Text Available Resumo: O leite materno é um alimento completo e o mais adequado para bebês, sendo recomendado seu uso exclusivo até os seis meses de vida. Contudo, ainda é insatisfatória a adesão a tal prática. O objetivo deste estudo foi identificar os fatores associados a não adesão ao aleitamento materno exclusivo e ao desmame precoce, visando contribuir com conhecimentos que auxiliem a reverter esse cenário. Trata-se de revisão de literatura. Identificou que, além de haver desconhecimento acerca dos benefícios do aleitamento materno, mitos e crenças infundadas contribuem para dificultar a adesão a tal prática. Além disso, a amamentação sofre influências do contexto, como da disponibilidade da mãe, e do acesso a recursos como o leite em pó e mamadeiras. Faz-se necessário oferecer orientações qualificadas com abordagens que considerem os aspectos psicossociais envolvidos no comportamento das mães, a fim de que alcancem maior eficácia.Palavras-chave: amamentação, desmame precoce, enfermagem Abstract: Maternal milk is a complete food and the most adjusted for babies, being recommended its exclusive use until the six months of life. However, still the adhesion to such practical is unsatisfactory. The objective of this study was to identify to the factors associates of the little adhesion to the exclusive breast feed and to it weans it precocious, aiming at to contribute with knowledge that assist to revert this scene. One is about literature revision. It identified that, beyond having unfamiliarity concerning the benefits of the breast feed, myths and baseless beliefs they contribute to make it difficult the adhesion to such practical. Moreover, breast-feeding suffers influences from the context, as of the availability of the mother, and the access the resources as milk in dust and baby's bottles. One becomes necessary to offer qualified orientation that consider the involved social-cultural aspects in the behavior of the

  13. Meconium-stained Amniotic Fluid And Maternal And Neonatal Factors Associated [fatores Maternos E Neonatais Associados Ao Mecônio No Líquido Amniótico Em Um Centro De Parto Normal

    OpenAIRE

    Osava,Ruth Hitomi; Silva, Flora Maria Barbosa da; Oliveira,Sonia Maria Junqueira Vasconcellos de; Tuesta,Esteban Fernandez; Amaral, Maria Clara Estanislau do

    2012-01-01

    OBJETIVO: Analisar a frequência e os fatores maternos e neonatais associados ao mecônio no líquido amniótico no parto. MÉTODOS: Estudo transversal com 2.441 nascimentos em um centro de parto normal hospitalar em São Paulo, SP, em março e abril de 2005. A associação entre mecônio no líquido amniótico e as variáveis independentes (idade materna, paridade, ter ou não cesariana prévia, idade gestacional, antecedentes obstétricos, uso de ocitocina no trabalho de parto, dilatação cervical na admiss...

  14. Fatores de risco associados a doenças respiratórias em potros Puro Sangue Inglês do nascimento ao sexto mês de vida

    OpenAIRE

    RIBAS, Leandro do Monte; Moraes,Carina Martins; Lins,Luciana Araújo; Flores, Eduardo Furtado; Nogueira, Carlos Eduardo Wayne

    2009-01-01

    Foram avaliados fatores de risco associados à ocorrência de doenças respiratórias em 349 potros Puro Sangue Inglês (PSI) monitorados do nascimento ao sexto mês de vida na região de Bagé, Rio Grande do Sul (RS), Brasil. A partir da avaliação clínica e laboratorial pôde-se registrar a frequência de 9,5% (33) casos respiratórios, com mortalidade de 0,57% (2). A ocorrência de casos foi mais elevada nos meses de verão, e potros com idade entre quatro e seis meses foram mais suscetíveis (P...

  15. Fatores associados ao uso de suplemento de ácido fólico durante a gestação Factors associated with folic acid use during pregnancy

    OpenAIRE

    Lorena Barbosa; Davianne de Queiroz Ribeiro; Flávio Cunha de Faria; Luciana Neri Nobre; Angelina do Carmo Lessa

    2011-01-01

    OBJETIVO: Estimar a prevalência de consumo de suplemento de ácido fólico durante a gestação e identificar os fatores associados ao seu consumo. MÉTODOS: Estudo transversal que incluiu 280 mulheres da cidade de Diamantina (MG). A variável dependente foi o uso de suplemento de ácido fólico, e as independentes, a idade e escolaridade materna, paridade, número de consultas de pré-natal, situação marital e presença ou não de anemia. Utilizou-se análise de regressão de Poisson para avaliar a associ...

  16. Fatores associados à obesidade em adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fonseca Vania de Matos

    1998-01-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A obesidade na adolescência é um fator preditivo da obesidade no adulto. Assim, foram avaliados os fatores associados à obesidade e o uso do índice de massa morporal (IMC. MÉTODO: Foram avaliados 391 estudantes aferindo-se: consumo de alimentos, hábitos alimentares, características antropométricas dos pais e atividade física. O IMC foi a variável dependente utilizada na regressão linear multivariada. RESULTADOS: A prevalência de sobrepeso foi 23,9% para meninos e 7,2% para meninas. Fazer dieta para emagrecer foi 7 vezes mais freqüente entre meninas do que entre meninos com sobrepeso. Nos meninos, idade, uso de dieta, omissão de desjejum, horas de televisão/"vídeo-game" e obesidade familiar apresentaram associação positiva e significante com IMC. Nas meninas, associaram-se positivamente: uso de dieta, omissão de desjejum e obesidade familiar e negativamente idade da menarca. A correlação do IMC com medidas antropométricas foi maior que 0,7. CONCLUSÕES: Um padrão estético de magreza parece predominar entre meninas e elas o atingem com hábitos e consumo alimentar inadequados.

  17. Fatores associados à adesão ao tratamento de crianças e adolescentes com doenças reumáticas crônicas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa M. Bugni

    2012-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: São vários os fatores que contribuem para a má adesão ao tratamento de crianças e adolescentes com doenças reumáticas crônicas, gerando piora da qualidade de vida e do prognóstico. Nosso objetivo foi avaliar as taxas de adesão ao tratamento e identificar os fatores socioeconômicos e clínicos associados. MÉTODOS: Foram incluídos 99 pacientes com artrite idiopática juvenil, lúpus eritematoso sistêmico, dermatomiosite ou esclerodermia juvenil. Todos os pacientes eram acompanhados no ambulatório de reumatologia pediátrica por um período mínimo de 6 meses. Para avaliação da adesão, foi aplicado aos cuidadores um questionário composto por três blocos: 1 dados demográficos, clínicos e laboratoriais; 2 adesão ao tratamento medicamentoso; e 3 comparecimento às consultas, realização de exames e utilização de órteses. Foi considerada má adesão, quando realizado valor menor ou igual a 80% do prescrito. RESULTADOS: Um total de 53% dos pacientes apresentou boa adesão ao tratamento global, observada quando o cuidador possuía união estável (p = 0,006; 20 pacientes (20,2% apresentaram má adesão ao tratamento medicamentoso, relacionada à utilização de mais que três medicamentos diários (p = 0,047. As causas de má adesão ao tratamento foram esquecimento, recusa, dose incorreta ou falta de medicamento, problemas pessoais e dificuldades financeiras. CONCLUSÕES: Observamos boa adesão ao tratamento global nos pacientes cujos cuidadores possuíam união estável e má adesão ao tratamento medicamentoso nos pacientes que utilizavam mais que três tipos de medicamentos diariamente. Não houve associação entre as taxas de adesão ao tratamento e sexo, idade, tempo de diagnóstico e atividade da doença.

  18. Fatores ambientais associados ao tempo de decisão para procura de atendimento no infarto do miocárdio

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Carneiro Mussi

    2014-10-01

    Full Text Available Objetivou-se estimar o tempo de decisão para procura de atendimento (TD para homens e mulheres com infarto agudo do miocárdio (IAM; analisar a influência de variáveis ambientais no TD e a interação entre gênero e variáveis ambientais para o desfecho TD. Estudo transversal, envolvendo cem pacientes, entrevistados em hospitais de Salvador. Na análise dos dados empregou-se o Qui-quadrado ou Exato de Fisher e o Modelo de Regressão Linear Robusto. Predominou o IAM ocorrido no domicílio, familiares no entorno, e os pacientes sendo alvo de ações equivocadas. Observou-se TD elevado para mulheres (0,9h e homens (1,4h. Aqueles em casa no início dos sintomas tiveram maior TD, comparados aos no trabalho e menor em relação aos em via pública (p=0,047. Houve interação estatisticamente significante entre gênero e viver acompanhado; e entre gênero e ter companheiro e filhos no entorno, para o desfecho TD. O cuidar em enfermagem focalizado nas especificidades de fatores ambientais e de gênero pode otimizar o atendimento precoce.

  19. Fatores genéticos associados ao câncer de mama masculino: uma revisão de literatura

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nathalia Maria Tomaz Silveira

    2016-10-01

    Full Text Available O câncer de mama masculino é um quadro neoplásico raro, abrange 1% dos casos de câncer de mama no mundo todo, 1% dos tumores malignos em homens e apresenta incidência anual de 1 por 100.000. Reuniram-se informações acerca da atualidade de estudos relacionados ao caráter genético na patologia abordada, cujo objetivo foi analisar aspectos da predisposição e associação, utilizando 15 artigos originais indexados no período entre janeiro de 2011 a fevereiro de 2016, escritos em inglês e espanhol, com delineamento experimental ou observacional, utilizando os descritores câncer de mama masculino, tratamento do câncer, câncer de mama e fator genético do câncer de mama, assim como suas traduções em inglês male breast cancer, cancer treatment, breast cancer e genetic factors. Discutiu-se principalmente a influência genética na ocorrência do câncer de mama masculino, como alterações em genes supressores BRCA, relações com o ponto de checagem CHECK2, histórico familiar e ligações com a síndrome de Klinefelter, entre outros fatores. Aspectos ambientais também são sugeridos por parte da literatura na manifestação clínica da neoplasia, porém com menores ênfases conclusivas. Apesar da literatura sobre o tema ainda necessitar de crescimento e aprofundamento, observaram-se reafirmações científicas sobre a importância da influência genética, sobretudo do BRCA 2, além de confirmações quanto a multifatoriedade da neoplasia.

  20. Fatores de risco e proteção associados ao declínio cognitivo no envelhecimento – revisão sistemática de literatura - doi: 10.5020/18061230.2012.p364

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Priscila Martins Foroni

    2012-11-01

    Full Text Available Realizar uma revisão bibliográfica sistemática nas bases de dados SciELO e PubMed sobre as alterações cognitivas e linguísticas associadas ao processo de envelhecimento, focalizando fatores de risco e proteção. Métodos: Foram pesquisados artigos em inglês, português e espanhol, publicados entre 2002 e 2008, realizados com pessoas de 60 anos ou mais. Resultados: Foram revisados 72 trabalhos de 38 periódicos diferentes, 7 (9,7% nacionais e 65 (90,3% internacionais, sendo 10 (26,3% da área de Neurologia; 9 (23,7% de Geriatria e Envelhecimento; 5 (13,2% de Epidemiologia e Saúde Coletiva; 4 (10,5% de Psiquiatria; e o restante de revistas de diferentes temas em saúde. O delineamento longitudinal foi utilizado em 37 (51,3% e o transversal, em 26 (36,1%. Quanto aos instrumentos de coleta de dados, 35 (48,6% trabalhos utilizaram o Miniexame do Estado Mental; 11 (15,1% usaram testes de Fluência Verbal; 9 (12,5% usaram a Escala de Inteligência Wechsler para Adulto; 7 (9,7% usaram o Teste de Nomeação de Boston; e 10 (13,8% utilizaram a Escala de Depressão Geriátrica. Foram identificadas relações entre a cognição no envelhecimento e fatores biológicos em 50 (69,4% trabalhos. Estudos apontaram maior probabilidade de déficit cognitivo entre idosos com sintomas depressivos e entre tabagistas, outros mostraram um efeito positivo da escolaridade e da participação em atividades físicas e sociais sobre a cognição. Conclusão: Os estudos analisados investigaram especialmente a relação entre fatores de risco biológicos e declínio cognitivo. Pouca atenção foi dada às alterações linguísticas e aos fatores de proteção associados ao envelhecimento.

  1. Fatores associados à depressão relacionada ao trabalho de enfermagem Aspects associated to work-related depression on nursing staff

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcela Luísa Manetti

    2007-04-01

    Full Text Available A depressão, problema enfrentado pelos profissionais de enfermagem, pode acarretar absenteísmo no trabalho. Este estudo teve por objetivo identificar evidências científicas sobre a ocorrência de depressão relacionada ao trabalho de enfermagem e caracterizar fatores desencadeantes e estratégias utilizadas para a prevenção da doença. Revisamos a literatura por meio de levantamento das pesquisas publicadas entre 1995-2005, em revistas indexadas nas bases nacionais e internacionais. Constatou-se que a saúde mental desses profissionais pode ser influenciada por fatores internos e externos ao trabalho. As estratégias propostas enfatizam o suporte administrativo, o relacionamento interpessoal e a divisão adequada do trabalho entre um número suficiente de profissionais. Estas estratégias devem estar apoiadas no gerenciamento da depressão, na redução do estresse laboral e na implantação de programas de atenção a Saúde do Trabalhador. Os resultados obtidos contribuem para com o avanço do conhecimento científico e como incentivo para a realização de novas pesquisas.The depression, problem faced by nursing professionals, can determine work absenteeism. This study intends to identify scientific evidence on the occurrence of work-related depression among nursing staff and to characterize the leading aspects of this illness and the strategies used to prevent it. To achieve these objectives a literature review was performed through published studies in the indexed journals of the international bases, from 1995 to 2005. The research disclosed that the mental health of the nursing workers can be influenced by internal and external work aspects. The proposed strategies emphasize the administrative support, the interpersonal relationship and the proper work division among an adequate number of professionals. These strategies should be supported by a depression management, a work-related stress reduction and the implementation of the

  2. Prevalência e fatores associados ao transtorno da conduta entre adolescentes: um estudo de base populacional Prevalence and factors associated with behavioral disorders in adolescents: a population-based study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Laura Sica Cruzeiro

    2008-09-01

    Full Text Available Este trabalho procurou estimar a prevalência e os fatores associados ao transtorno da conduta em adolescentes com idade entre 11 e 15 anos. Realizou-se um estudo transversal com 1.145 adolescentes na cidade de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil. Os adolescentes responderam a um questionário auto-aplicado. O transtorno da conduta foi avaliado através do Mini International Neuropsychiatric Interview (MINI. Foi investigada a associação desta psicopatologia com sexo, idade, nível sócio-econômico, escolaridade do adolescente, reprovação na escola, religião, sedentarismo, consumo de álcool, tabagismo, uso de drogas, depressão e sofrer bullying. A regressão ordinal foi usada para a análise estatística. Estima-se que, entre os entrevistados, 29,2% tenham transtorno da conduta. Na análise multivariada, a chance de um adolescente apresentar um ponto a mais na escala que avalia transtorno da conduta foi 2,04 (IC95%: 1,53-2,71 vezes maior no sexo masculino. O consumo de bebida alcoólica, o uso de drogas e sofrer bullying estiveram associados com maior pontuação na escala de transtornos de conduta. Os resultados também mostraram que os fatores associados ao transtorno da conduta apontam para a forte interrelação entre comportamentos de saúde na adolescência.This study proposed to estimate the prevalence of behavioral disorders and associated factors in adolescents (11-15 years, using a cross-sectional design (n = 1,145. Subjects answered a self-administered questionnaire. Behavioral disorder was assessed with the Mini International Neuropsychiatric Interview (MINI. The study analyzed disorders in relation to gender, age, socioeconomic status, schooling, failure in school, religion, smoking, sedentary lifestyle, alcohol consumption, drug use, depression, and bullying (as victim. Ordinal regression was used for the statistical analysis, with a hierarchical model for the outcome. An estimated 29.2% of the sample presented behavioral

  3. Fatores associados ao declínio do déficit estatural em crianças e adolescentes em Pernambuco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa Sá Leal

    2012-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a evolução do déficit estatural em crianças e adolescentes e identificar seus fatores associados. MÉTODOS: Estudo transversal, com dados das Pesquisas Estaduais de Saúde e Nutrição realizadas em Pernambuco nos anos de 1997 e 2006. A amostra do tipo probabilística (aleatória estratificada, com representatividade para os estratos urbanos e rurais do estado. Para a coleta de dados foram utilizados questionários com perguntas pré-codificadas referentes a informações sobre as variáveis socioeconômicas, demográficas e antropométricas (das mães, crianças e adolescentes. A população estudada foi de, respectivamente, 1.853 e 1.484 crianças e adolescentes de cinco a 19 anos. A análise de regressão múltipla com seleção hierarquizada foi utilizada para avaliar a associação das variáveis explanatórias sobre o déficit estatural. RESULTADOS: A prevalência do déficit de estatura apresentou redução significante de 43% (de 16,9% em 1997 para 9,6% em 2006. As variáveis socioeconômicas e a estatura materna estiveram associadas a este declínio, com reduções variando de 39% a 60% entre os estratos analisados. Na análise dos determinantes do déficit estatural, no ano de 2006, permaneceram como significantes: a renda familiar per capita (<0,25 salário mínimo, a posse de bens domésticos (< três, o maior número de pessoas por domicílio, a menor escolaridade e menor estatura materna. CONCLUSÕES: A redução do déficit de estatura refletiu a melhoria nas condições sociais e econômicas. Entretanto, permanecem necessários a manutenção e incremento de políticas públicas, de modo a aumentar o poder aquisitivo dos mais pobres e universalizar o acesso da população a serviços de saúde e educação.

  4. Fatores associados à não adaptação do bebê na creche: da gestação ao ingresso na instituição

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gabriela Dal Forno Martins

    Full Text Available Buscou-se identificar fatores associados à não adaptação do bebê na creche, tais como, temperamento do bebê, relações pais-bebê e crenças e práticas ligadas aos cuidados alternativos. Participaram quatro famílias, cujos bebês entraram na creche entre 10 e 12 meses de idade e foram retirados por não adaptação segundo avaliação dos pais. Realizou-se entrevistas na gestação, 3, 8 e 12 meses do bebê. Análise de conteúdo qualitativa revelou que os fatores mais relevantes na compreensão da não adaptação relacionaram-se à dinâmica da interação pais-bebê, a saber: sentimentos ligados à separação e forma com que os pais vivenciaram o ingresso na creche. Os resultados sugerem a importância de ações que promovam acolhimento à situação de separação pais-bebê na transição para a creche.

  5. Fatores associados ao padrão de consumo alimentar da população brasileira urbana Factors associated with dietary patterns in the urban Brazilian population

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosely Sichieri

    2003-01-01

    Full Text Available Avaliou-se os fatores que explicariam diferentes padrões de consumo alimentar da população urbana brasileira, com base na Pesquisa sobre Padrões de Vida, realizada no Nordeste e no Sudeste em 1996-1997. Foram incluídos os dados de consumo familiar (últimos 14 dias a partir de uma listagem com 28 alimentos de 5.121 adultos na faixa etária de 20 a 50 anos, após exclusão das gestantes, das lactantes e das pessoas que referiram problema de saúde crônico. Os padrões de consumo alimentar foram definidos pela análise de componentes principais, onde o valor de carga de uma determinada variável (alimento é proporcional à sua contribuição para o fator (padrão de consumo em questão, com a carga negativa indicando que a variável está inversamente associada com o fator, enquanto a positiva indica uma associação direta. A Região Nordeste comparada à Região Sudeste associou-se negativamente a um padrão misto, quando todos os alimentos foram igualmente importantes. O índice de massa corporal associou-se positivamente ao padrão misto, e praticar atividade física e ser negro associou-se negativamente a este padrão. Escolaridade e renda foram as variáveis que mais explicaram o consumo alimentar, mas mesmo ajustando por elas, a região de residência foi o terceiro maior componente explicativo.This study evaluated factors associated with dietary patterns in the Brazilian population based on the Living Standards Survey conducted in the Northeast and Southeast regions of the country. Multi-stage probability sampling was employed to select the households, and for the present analysis 5,121 adults aged 20 to 50 years were included. Pregnant women and individuals reporting chronic health conditions were excluded. Through principal component analysis, two major family dietary patterns were identified: a mixed pattern, in which all groups and foods have approximately the same factor loading, and a second pattern based main1y on rice and

  6. Fatores de risco associados ao desempenho reprodutivo da fêmea suína Risk factors associated with the reproductive performance in sows

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    A.L. Amaral

    2000-10-01

    Full Text Available Durante um ano foi realizado um estudo epidemiológico em 10 sistemas de produção de suínos (produtores de leitões ou ciclo completo, com o objetivo de investigar os fatores de risco que melhor explicam as variações na produtividade da fêmea suína. Foi aplicado um questionário para obtenção de informações relacionadas a genética, sanidade, nutrição, instalações e manejo. As respostas envolveram 271 fêmeas. Elas foram submetidas a procedimentos estatísticos de análise descritiva, análise de correspondência múltipla e classificação hierárquica ascendente das fêmeas. Dessas, 236 (87,1% pariram em média 11,4± 2,8 leitões, 31 (11,4% apresentaram retorno ao estro, 3 (1,1% abortaram e 1 (0,4% apresentou falsa gestação. As variáveis explicativas que melhor discriminaram as fêmeas quanto ao número total de leitões nascidos (variável objetiva foram: antecedentes reprodutivos, infecção urinária, temperatura retal no dia da cobrição e até quatro dias após, tempo de cobrição, método de cobrição e soroconversão para parvovírus. Os resultados sugerem que é possível melhorar o desempenho reprodutivo dos rebanhos suínos pela identificação e correção dos fatores de risco identificados neste estudo.An epidemiological study was performed with risk factors associated to the reproductive performance of the swine female. The objective was to identify risk factors with higher impact over the production. Ten piglet producers or complete rearing farms were surveyed for data collection on genetic, feeding, sanitary status, facilities and management practices of a total of 271 females. Descriptive analysis, multiple correspondence analysis and hierarchic ascending classification of the females were performed. The results showed that 236 (87.1% sows had an average of 11.4± 2.8 piglets per pregnancy, while 31 (11.4% returned to oestrus, 3 (1.1% presented abortions and 1 (0.4% showed false pregnancy. The variables

  7. Fatores associados ao uso de álcool e cigarro na gestação Factors associated to alcohol and smoking use in pregnancy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karina Freire

    2009-07-01

    Full Text Available OBJETIVO: descrever o consumo de álcool e cigarro em gestantes adultas e identificar a associação desse consumo ao resultado obstétrico. MÉTODOS: trata-se de um estudo analítico do tipo transversal, no qual foram incluídas 433 puérperas adultas e seus conceptos atendidos em maternidade pública do Rio de Janeiro, no período de 1999 a 2006. As informações sobre as puérperas e os recém-nascidos foram coletadas no momento do parto e no puerpério, por meio de entrevista e consultas aos prontuários. Considerou-se "uso de álcool na gestação" e "uso de cigarro na gestação" quando esses foram detectados pelo profissional de Saúde na consulta de pré-natal em qualquer idade gestacional e registrados no prontuário. RESULTADOS: verificou-se que 5,5 e 7,4% das puérperas relataram uso de cigarro e álcool durante a gestação, respectivamente. As características maternas associadas ao fumo na gestação foram: situação marital (p=0,005; idade materna (p=0,01 e assistência nutricional pré-natal (p=0,003. O fumo durante a gestação foi fortemente associado ao uso do álcool, sendo que 31,3% das gestantes fizeram uso concomitante de cigarro e álcool (p0,05. CONCLUSÕES: os achados sugerem que o uso de cigarro e álcool na gestação deve ser investigado na assistência pré-natal dentre todas as mulheres, especialmente entre as que vivem sem o companheiro, com mais de 35 anos, com história de aborto, e que não planejaram a gestação. A assistência nutricional mostrou efeito protetor contra o tabagismo na gestação, de forma que as gestantes devem ser esclarecidas quanto aos efeitos deletérios de tais substâncias contribuindo dessa forma para melhores resultados obstétricos.PURPOSE: to describe alcohol and tobacco use in adult pregnant women and determine its association with the obstetric outcome. METHODS: analytical transversal study, in which 433 adult pregnant women and their newborns have been included, attended at a

  8. Factors Associated with Smoking in Pregnancy Factores asociados al tabaquismo en la gestación Fatores associados ao tabagismo na gestação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giordana de Cássia Pinheiro da Motta

    2010-08-01

    objetivo identificar os fatores relacionados ao tabagismo na gestação. A amostra incluiu 267 puérperas, atendidas em uma unidade de internação obstétrica de um hospital universitário de Porto Alegre, RS. Os dados foram coletados por instrumentos autoaplicados e analisados estatisticamente. A maioria das puérperas (51,3% tinha entre 18 e 25 anos, sendo 55,4% não fumantes, 25,5% fumantes em abstinência e 19,1% fumantes. As não fumantes consultaram mais do que as fumantes e fumantes em abstinência (p=0,025. O número de mulheres com mais de um filho foi maior entre as fumantes (p=0,002, e aquelas que se mostraram mais propensas a parar de fumar, antes da gestação, foram as que tinham um companheiro não fumante (p=0,007. Os fatores que influenciam o tabagismo e a sua cessação são diversos, o que determina intervenções no pré-natal, direcionadas às necessidades das gestantes e seus companheiros.

  9. O risco espacial e fatores associados ao edentulismo em idosos em município do Sudeste do Brasil Spatial risk and factors associated with edentulism among elderly persons in Southeast Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael da Silveira Moreira

    2011-10-01

    Full Text Available Objetivou-se identificar fatores associados ao edentulismo e o seu risco espacial em idosos. Foi realizado um estudo transversal em uma amostra de 372 indivíduos de 60 anos e mais, no Município de Botucatu, São Paulo, Brasil, em 2005. Razões de prevalência brutas e ajustadas foram estimadas por meio de regressão de Poisson, com estimativa robusta da variância e procedimentos de modelagem hierárquica. A análise espacial foi realizada por estimativas de densidade de Kernel. A prevalência de edentulismo foi de 63,17%. Os fatores sociodemográficos associados ao edentulismo foram a baixa escolaridade, o aumento do número de pessoas por cômodo, não possuir automóvel e idade mais avançada, presença de comorbidades, ausência de um cirurgião-dentista regular e ter realizado a última consulta há três anos ou mais. A análise espacial mostrou maior risco nas áreas periféricas. Obteve-se uma melhor compreensão da perda dentária entre os idosos, subsidiando o planejamento de ações em saúde coletiva.This study aimed to identify factors associated with edentulism and spatial risk of tooth loss in the elderly. A cross-sectional study was conducted using a random sample (n = 372 of individuals 60 years and older in Botucatu, São Paulo State, Southeast Brazil, in 2005. Crude and adjusted prevalence ratios were estimated by Poisson regression with robust variance. Spatial analysis was performed using Kernel intensity estimation. Prevalence of edentulism was 63.17%. Socio-demographic factors associated with edentulism according to multiple regression were low schooling, household crowding, not owning a car, older age, lack of a regular dentist, and the last dental visit three previously or longer. Spatial analysis showed greater risk of edentulism in the peripheral areas of the city. The results help understand the high prevalence of tooth loss among the elderly, thus providing essential information for planning oral health

  10. Factors associated with bullying at nurses' workplaces Factores asociados al acoso moral en el ambiente laboral del enfermero Fatores associados ao assédio moral no ambiente laboral do enfermeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kátia Biagio Fontes

    2013-06-01

    embargo, la investigación con base en muestras de enfermeros brasileños representa solamente el primer paso para evaluar otros factores condicionantes relacionados al contexto organizacional. OBJETIVO: identificar enfermeiros vítimas de assédio moral no trabalho e fatores associados. MÉTODO: estudo descritivo-exploratório, de abordagem quantitativa. A amostra foi composta por 199 enfermeiros, pertencentes ao setor público e privado (n=388. Para a coleta de dados utilizaram-se um questionário socioprofissiográfico e o Leymann Inventory Psychological Terrorization, ambos em formato impresso ou eletrônico (maio/setembro de 2010. RESULTADOS: de acordo com os dados obtidos, 11,56% dos sujeitos estudados foram vítimas de assédio moral. Análise multivariada apontou que possuir filhos, atuar nas unidades de saúde pública, trabalhar na instituição por período de 1 a 3 anos, enfrentar atualmente condutas de assédio moral e sentir-se assediado moralmente são fatores de risco para o assédio moral. CONCLUSÃO: o estudo possibilitou melhor compreensão dos fatores associados ao assédio moral, contudo, a investigação com base em amostras de enfermeiros brasileiros é apenas o primeiro passo na avaliação de outros fatores condicionantes, relacionados ao contexto organizacional.

  11. Fatores associados ao parto vaginal em gestantes de alto risco submetidas à indução do parto com misoprostol Factors associated with vaginal delivery in high-risk pregnant women submitted to labor induction with misoprostol

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Zuleika Studart Sampaio

    2004-02-01

    Full Text Available OBJETIVOS: determinar os principais fatores associados ao parto transpelvino em gestantes de alto-risco submetidas à indução do parto com misoprostol vaginal (50 µg. MÉTODOS: trata-se da análise secundária de um ensaio clínico aberto, não randomizado, incluindo 61 gestantes de alto-risco internadas na Enfermaria de Patologia Obstétrica da Maternidade Escola Assis Chateaubriand, em Fortaleza (CE. Todas tinham idade gestacional de mais de 37 semanas, feto único com boa vitalidade e escores de Bishop menores ou iguais a 7. Utilizou-se a dose de 50 µg de misoprostol via vaginal, repetindo-se a cada seis horas, até o máximo de quatro doses. Realizou-se análise uni e multivariada para determinação da associação entre parto vaginal (variável dependente e variáveis independentes (preditoras, construindo-se curvas ROC para paridade e escores de Bishop. RESULTADOS: encontrou-se associação significativa do parto vaginal com a paridade (um ou mais partos anteriores, escore de Bishop >4 e intervalo entre indução e parto menor que 6 horas, ao passo que a taquissistolia reduziu a chance de parto vaginal. Realizou-se análise de regressão logística múltipla para avaliar cada um desses fatores independentemente, persistindo fortemente associados ao parto vaginal o escore de Bishop >4 (OR = 3,3; IC 95% = 2,15-4,45 e a paridade >1 (OR = 5,41; IC 95% = 4,18-6,64. Pela curva ROC para os escores de Bishop e a paridade como determinantes do parto vaginal, encontrou-se um valor preditivo positivo de 100%, com sensibilidade de 63,2%. A área sob a curva foi de 86,8%, significativamente superior a 50% (p=0,023. CONCLUSÕES: os fatores preditivos mais importantes para parto vaginal após indução com misoprostol foram a paridade (um ou mais partos e escores de Bishop >4. Estes fatores devem ser levados em consideração na escolha de diferentes esquemas e doses de misoprostol, tanto para preparo cervical como indução do parto.PURPOSE: to

  12. Brazilian study on substance misuse in adolescents: associated factors and adherence to treatment Estudo brasileiro sobre abuso de substâncias por adolescentes: fatores associados e adesão ao tratamento

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vilma A da Silva

    2003-09-01

    Full Text Available OBJECTIVES: To investigate developmental and environmental factors associated to substance misuse in adolescents seen at a university day-hospital in Brazil and to verify the correlations between those factors and adherence to treatment. To compare factors associated to substance misuse in adolescents with the available scientific literature and to suggest specific preventive interventions for a national policy in Brazil. METHODS: Eighty-six adolescent's guardians were evaluated at admission to the service by using a semistructured interview including sociodemographic data, family relationship, perinatal and pregnancy histories, psychomotor and educational development, social relations, history of previous illnesses and family diseases, including drug abuse. RESULTS: The sample was predominantly male (90%. Adolescents referred from the criminal justice were older than those originating from other sources (16.4 x 15.4 years old p=.00. Forty-four percent of adolescents reported school failure, a level which is two times higher than Brazilian statistics. Forty percent of the sample had criminal involvement, mainly drug dealing. Cannabis was the most prevalent reported drug. Living with both parents was protective, delaying the age of initiation by one year. Domestic violence was more frequent among parents with illicit drugs abuse (38.1% x 12.5%, pOBJETIVOS: Investigar fatores relacionados ao desenvolvimento e ambiente associados ao abuso de substâncias por adolescentes atendidos em hospital universitário brasileiro. Comparar esses fatores com a literatura científica disponível e sugerir intervenções preventivas para uma política nacional no Brasil. MÉTODOS: Foram avaliados 86 adolescentes na admissão ao serviço através de uma entrevista semiestruturada, aplicada ao guardião do adolescente e incluindo dados sociodemográficos, relacionamento familiar, história da gravidez e perinatal, desenvolvimento psicomotor, educacional

  13. Fatores associados à adesão ao uso de palmilhas biomecânicas Factors related to compliance with biomechanical insole use

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    CQ Guimarães

    2006-09-01

    Full Text Available CONTEXTUALIZAÇÃO: Os benefícios das palmilhas biomecânicas no tratamento de acometimentos nos membros inferiores têm sido relatados. No entanto, observa-se na prática uma baixa adesão ao uso dessa órtese, comprometendo os benefícios que poderiam ser proporcionados. OBJETIVO: Investigar os fatores relacionados à adesão ao uso de palmilhas biomecânicas. MÉTODO: Participaram deste estudo 33 indivíduos (43,97 ± 14,73 anos para os quais foram confeccionadas palmilhas biomecânicas. Um questionário contendo questões a respeito da palmilha e seu uso foi aplicado, em forma de entrevista, sendo as variáveis de estudo estabelecidas a partir dessas questões. Com base nos resultados obtidos, os indivíduos foram separados em 4 grupos, de acordo com o nível de adesão: adesão total, adesão parcial, adesão inconstante e não-adesão. Utilizou-se o teste "Kruskal-Wallis" para investigar se esses grupos diferiam entre si em relação às variáveis pesquisadas. Coeficientes de Correlação de Spearman foram utilizados para verificar possíveis correlações entre essas variáveis e adesão. RESULTADOS: Dos 33 participantes, 15,2% tiveram adesão total, enquanto 42,4% abandonaram a palmilha. Comparando-se os 4 grupos de adesão em relação às variáveis pesquisadas, observou-se diferença significativa para conforto da palmilha (p=0,003, grau de melhora atribuído à palmilha (p=0,006 e grau de conhecimento sobre o problema (pBACKGROUND: The benefits of biomechanical insoles for treating lower limb impairment have been reported. However, in clinical practice, low compliance with the use of such orthoses has been observed, which detracts from the possible benefits. OBJECTIVE: To investigate the factors related to compliance with biomechanical insole use. METHOD: Thirty-three subjects (aged 44 ± 14.7 years for whom biomechanical insoles had been molded took part in this study. A questionnaire asking about the insoles and their use was

  14. Fatores associados à qualidade de vida de pacientes com esquizofrenia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Souza Leonardo Araújo de

    2006-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: O tratamento de portadores de transtornos mentais graves e crônicos tem experimentado grandes mudanças no Brasil, com uma crescente valorização de tratamentos de base comunitária. Estes pacientes passam, concomitantemente, a receber um tratamento que valoriza antes a sua reinserção social e melhora das condições de vida, do que a mera abolição de seus sintomas principais. Assim, torna-se fundamental a avaliação da qualidade de vida dos pacientes vivendo na comunidade. MÉTODO: Uma revisão bibliográfica foi realizada com o objetivo de descrever a distribuição dos fatores sociodemográficos e clínicos que influenciam a qualidade de vida de indivíduos com esquizofrenia. RESULTADOS: Foram selecionados 25 estudos, a maior parte de países europeus. A maioria foi realizada na década de 90. Quase todos os estudos eram seccionais, e a maior parte avaliou amostras de indivíduos vivendo na comunidade. Os fatores sociodemográficos, excetuando a renda mensal, não se mostraram associados à qualidade de vida. Contudo, alguns estudos encontraram associações entre gênero, idade, estado civil e escolaridade com a qualidade de vida. Os sintomas depressivos e ansiosos se mostraram associados a uma pior qualidade de vida em diversos estudos. Observou-se associação similar quanto aos sintomas negativos e positivos da esquizofrenia, mas sem a mesma consistência. CONCLUSÕES: Os estudos não foram consistentes quanto à associação entre fatores sociodemográficos e clínicos e qualidade de vida de pacientes com esquizofrenia. É possível que essa heterogeneidade de achados seja decorrente tanto de aspectos vinculados à doença quanto ao desenho desses estudos, pouco adequados à investigação de associações causais.

  15. Incidência e fatores associados ao desmame simples, difícil e prolongado em uma unidade de terapia intensiva = Incidence and associated factors to simple, difficult and prolonged weaning in an intensive care unit

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fontela, Paula Caitano

    2016-01-01

    Full Text Available Introdução: A classificação do desmame ventilatório é uma ferramenta útil e importante dentro das unidades de terapia intensiva (UTI com o intuito de conhecer a realidade do serviço. Objetivo: Determinar a incidência e os fatores associados ao desmame simples, difícil e prolongado em pacientes internados em uma UTI geral adulto. Materiais e Métodos: Estudo de corte prospectivo realizado em um Hospital de Grande Porte no interior do Estado do Rio Grande do Sul - Brasil, entre janeiro e abril de 2014. Foram incluídos 25 pacientes submetidos à ventilação mecânica invasiva (VM em tempo superior a 24 horas e que realizaram o teste de respiração espontânea. Resultados: A incidência de desmame simples, difícil e prolongado foi de 52% (n=13, 32% (n=8 e 16% (n=4, respectivamente. Os dias de internação na UTI (p=0,039, dias de VM (p=0,002 e dias de desmame da VM (p<0,001 foram superiores no grupo desmame prolongado. A incidência de pneumonia associada à VM (PAV (p=0,016, realização de traqueostomia (p=0,045, VM prolongada (p=0,011 e VM controlada prolongada (p=0,028 foi maior no grupo desmame prolongado. Houve uma tendência de maior mortalidade na UTI no grupo desmame prolongado, no entanto, sem diferença estatisticamente significativa (p=0,066. Conclusão: O desmame prolongado está associado ao aumento nos dias de internação na UTI, dias de VM e dias de desmame da VM, assim como na incidência de PAV, realização de traqueostomia, VM prolongada e VM controlada prolongada. Esses resultados nos mostram que nenhum esforço deve ser poupado em relação ao desmame, devendo esse ser otimizado a fim de evitar ou pelo menos reduzir complicações e intervenções

  16. Fatores associados ao desenvolvimento neuropsicomotor em crianças de 6-18 meses de vida inseridas em creches públicas do Município de João Pessoa, Paraíba, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ângela Cristina Dornelas da Silva

    2015-09-01

    Full Text Available O estudo objetivou verificar a prevalência de alteração no desenvolvimento neuropsicomotor em lactentes inseridos nas creches públicas de João Pessoa, Paraíba, Brasil, e analisar fatores associados ao desenvolvimento infantil. Realizou-se um estudo seccional com o censo de crianças entre 6 e 18 meses de vida inseridas nas creches. O desenvolvimento infantil foi avaliado pelo Teste de Triagem de Denver II. Variáveis de natureza biológica, materna, social, demográfica e relativas à creche foram investigadas através de questionário e formulário. As associações foram ajustadas por regressão logística. A prevalência de alteração no desenvolvimento foi 52,7%. Associou-se à alteração no desenvolvimento a criança ter mais que 12 meses de idade (RC = 4,3, o parto vaginal (RC = 4,4, a fototerapia (RC = 7,9 e a creche não ter apoio da Estratégia Saúde da Família (RC = 2,9. Os achados sugerem que o desenvolvimento infantil é o reflexo das condições familiares, bem como da assistência recebida pelos serviços de educação e saúde.

  17. The Brazilian smoker: a survey in the largest cities of Brazil Fatores associados ao hábito de fumar do brasileiro: um estudo nas maiores cidades do país

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Emérita Sátiro Opaleye

    2012-03-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To understand the sociodemographic factors associated with daily consumption of cigarettes and pattern of cigarette use among Brazilian smokers. METHOD: A cross-sectional study was performed in 2005 involving the 108 largest Brazilian cities. Data were collected through interviews with subjects aged 12 to 65 years in randomly selected households. Based on a questionnaire adapted to the Brazilian context, a logistic regression model was used to investigate the association between the sociodemographic characteristics of the sample and smoking. RESULTS: Of the 7,921 subjects interviewed, 16.4% reported daily use of cigarettes. The smoking prevalence was similar between genders, although women reported to start smoking at a later age and smoke fewer cigarettes per day. Almost 65% of the smokers were interested in quitting or reducing their smoking habit. The main sociodemographic characteristics associated with smoking were as follows: adult age (30-59 years old, unemployment, low education level, and low socioeconomic level. Alcohol abuse was also shown to be associated with smoking. CONCLUSIONS: Our findings suggest that adverse socioeconomic characteristics are implicated in increased susceptibility to smoking in Brazil. In our sample, a high proportion of smokers reported interest to quit or reduce smoking. These data suggest that sociodemographic factors should be considered in the elaboration of smoking prevention and treatment policies.OBJETIVO: Conhecer fatores sociodemográficos associados ao consumo diário de cigarros, bem como o padrão de uso de cigarros do tabagista brasileiro. MÉTODO: Estudo transversal realizado em 2005 nas 108 maiores cidades brasileiras através de entrevistas a indivíduos de 12 a 65 anos em domicílios sorteados por amostragem representativa. Com base em questionário adaptado para o contexto brasileiro, as características sociodemográficas foram investigadas em modelo de regressão logística para

  18. Fatores associados ao controle da asma em pacientes pediátricos em centro de referência Factores asociados al control del asma en pacientes pediátricos en centro de referencia Factors associated with asthma control in a pediatric reference center

    OpenAIRE

    Vanessa Mika Kinchoku; Irai Santana Oliveira; Letícia Abe Watanabe; Fomin,Ângela Bueno F.; CASTRO, Ana Paula B. M.; Cristina Miuki A. Jacob; Antonio Carlos Pastorino

    2011-01-01

    OBJETIVO: Descrever os dados epidemiológicos, clínicos e os fatores associados ao controle da asma em pacientes asmáticos seguidos em um ambulatório pediátrico especializado. MÉTODOS: Estudo transversal de pacientes asmáticos ambulatoriais, para os quais eram fornecidas medicações profiláticas. A classificação da asma, as etapa de tratamento e a avaliação do controle seguiram a IV Diretrizes Brasileiras para o Manejo da Asma, de 2006. Os fatores avaliados foram: outras alergias, obesidade, im...

  19. Fatores associados ao insucesso no desmame ventilatório de crianças submetidas a cirurgia cardíaca pediátrica Factors associated with failure in ventilatory weaning of children undergone pediatric cardiac surgery

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Zuleica Menezes Silva

    2008-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar os fatores associados ao insucesso no desmame de crianças submetidas a correção cirúrgica de cardiopatias congênitas. MÉTODOS: Estudo de coorte. A amostra foi composta de 29 crianças. As cardiopatias foram divididas em cianóticas (nove crianças e acianóticas (20 crianças. Foram estudadas crianças de 0 a 5 anos, submetidas a cirurgia cardíaca com permanência em ventilação mecânica invasiva. RESULTADOS: O grupo insucesso apresentou valor menor na SpO2 e valores maiores nos dias de permanência em VMI e na FiO2 quando comparados ao grupo sucesso (POBJECTIVE: To assess factors associated with failure in ventilatory weaning of children undergone surgical correction of congenital heart diseases. METHODS: Cohort study with 29 children. The heart diseases were divided into cyanotic (nine children and acyanotic (20 children. We studied children from 0 to 5 years who underwent heart surgery with invasive mechanical ventilation. RESULTS: The failure group presented smaller value in SpO2 and higher values during days of stay in IMV and FiO2 when compared to the success group (P<0.05. It was observed that 4 children (14% had failed in weaning, being necessary to return the ventilatory prosthesis before 48 hours after extubation. CONCLUSION: The days of IMV, SpO2 and FiO2 were the main factors associated with failed extubation in this group of patients.

  20. Fatores associados ao histórico de quedas de idosos assistidos pelo Programa de Saúde da Família Factors associated with the history of falls of elderly assisted by the Family Health Program

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Natalia Aquaroni Ricci

    2010-12-01

    Full Text Available Este estudo tem como objetivo identificar os fatores sociodemográficos, clínico-funcionais e psicocognitivos associados ao histórico de quedas de idosos saudáveis. A amostra foi constituída por 96 idosos divididos igualmente em três grupos de acordo com o histórico de quedas ocorrido no último ano (sem queda, uma queda e quedas recorrentes. Não houve diferença entre os grupos quanto aos dados sociodemográficos. Os idosos do grupo sem quedas apresentaram menor queixa de dor (p = 0,012 e de tontura (p = 0,003, melhor mobilidade (p This study aims at identifying the sociodemographic, clinical-functional and psycho-cognitive factors associated with the history of falls of community-dwelling elderly individuals assisted by Programa Saúde da Família (PSF - Family Health Program. The sample comprised 96 elderly subjects equally divided into three groups according to the report of falls that occurred during the past year, as follows: without falls, one fall or recurrent falls. There were no significant differences between groups in relation to sociodemographic data. The non-faller group presented less complaints about pain (p=0.012 and dizziness (p=0.003, and less near-falls reports (p=0.003 when compared to the faller groups. Besides, it presented better mobility (p<0.001 and functional capacity (p<0.001 in comparison with the same groups. In the psycho-cognitive assessment, recurrent fallers showed higher depressed mood score (p=0.009 and higher cognitive impairment score (p=0.040 compared to non-fallers. The occurrence of falls must be considered a significant agent that negatively affects elders' life. This is why its causative as well as impeditive factors must be accurately identified, so that professionals can effectively prevent falls or their debilitating consequences.

  1. Factors associated with condom use in women from an urban area in southern Brazil Fatores associados ao uso do preservativo entre mulheres de uma área urbana no Sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariângela Freitas da Silveira

    2005-10-01

    Full Text Available This study investigated the prevalence of factors associated with condom use during last sexual intercourse in 15-49-year-old women in a probabilistic sample from the urban area of Pelotas, southern Brazil. A questionnaire administered by an interviewer, investigating socioeconomic characteristics and habits, and another (self-administered questionnaire on sexual behavior-related variables were used. Poisson regression, following a hierarchical model, was used for data analysis. 1,543 women were included, and losses and refusals amounted to 3.5%. Prevalence of condom use in last sexual intercourse was 28.0%. Condom use was positively associated with younger age, greater schooling, non-white color, single marital status, and greater number of sex partners in the previous three months. This suggests that the group most vulnerable to STDs/AIDS due to lack of condom use is white, adult women, in stable unions, with fewer sexual partners.Este estudo investigou a prevalência de fatores associados com o uso de preservativos na última relação sexual em mulheres de 15-49 anos de idade, de uma amostra probabilística da área urbana de Pelotas, Sul do Brasil. Um questionário administrado por uma entrevistadora investigou características sócio-econômicas e hábitos pessoais e outro, auto-aplicado, foi utilizado para investigar variáveis relacionadas ao comportamento sexual. Na análise dos dados foi utilizada a regressão de Poisson, segundo um modelo hierárquico, com 1.543 mulheres incluídas, sendo as perdas e recusas de 3,5%. A prevalência do uso de preservativos na última relação sexual foi de 28,0%. Esse uso esteve associado positivamente com menor idade, maior escolaridade, cor não branca, ser solteira e ter tido maior número de parceiros nos últimos três meses. Sugere que o grupo mais vulnerável a DST/AIDS devido ao não uso de preservativos são as mulheres brancas, adultas, em uniões estáveis e com menos parceiros sexuais.

  2. Fatores associados ao câncer de boca: um estudo de caso-controle em uma população do Nordeste do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jarielle Oliveira Mascarenhas Andrade

    2015-12-01

    Full Text Available RESUMO: Objetivo: Esta pesquisa objetivou conhecer a associação entre fatores como: idade, sexo, cor da pele, ocupação, nível de escolaridade, situação conjugal, local de residência, tabagismo, etilismo e o câncer de boca em indivíduos de uma cidade do Nordeste do Brasil entre 2002 e 2012. Métodos: Este estudo é do tipo caso-controle. O grupo caso foi formado por 127 pessoas atendidas no Centro de Referência de Lesões Bucais com diagnóstico histopatológico de carcinoma de células escamosas (CCE de boca. O grupo controle foi composto por 254 indivíduos desse mesmo centro. Consideraram-se dois controles para cada caso. Casos e controles foram ajustados por sexo e idade. Foram realizadas as análises univariada e bivariada (teste do χ2 de Pearson para verificar a associação entre a variável dependente (câncer de boca e as variáveis independentes; foram calculados a odds ratio (OR e o intervalo de confiança de 95% (IC95%. Por fim, na análise multivariada, foi utilizado o modelo hierarquizado com regressão logística para avaliar as inter-relações entre as variáveis independentes e o câncer de boca. Resultados: O consumo de mais de 20 cigarros por dia [OR = 6,64; IC95% 2,07 - 21,32; p ≤ 0,001], a alta ingestão de bebida alcoólica [OR = 3,25; IC95% 1,03 - 10,22; p ≤ 0,044] e o consumo sinérgico de tabaco e álcool [OR = 9,65; IC95% 1,57 - 59,08; p ≤ 0,014] são os fatores de risco mais importantes para o câncer bucal. Conclusão: Concluiu-se que tabagismo e etilismo são os fatores mais importantes para o desenvolvimento do câncer bucal. Fatores sociodemográficos não apresentaram associação com essa neoplasia após ajuste para tabagismo e etilismo.

  3. Trabalho rural e fatores de risco associados ao regime de uso de agrotóxicos em Minas Gerais, Brasil Rural work and risk factors associated with pesticide use in Minas Gerais, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wagner Soares

    2003-08-01

    Full Text Available O objetivo deste artigo foi caracterizar o processo do trabalho rural em nove municípios de Minas Gerais, considerando indicadores sócio-demográficos, a estrutura agrária dos estabelecimentos rurais, práticas de trabalho relacionadas ao uso de agrotóxicos e, a intoxicação associada a seu uso. Os dados foram obtidos de uma pesquisa realizada pela Fundação Jorge Duprat Figueiredo, de Segurança e Medicina do Trabalho, que aplicou um questionário a 1.064 trabalhadores rurais, entre os anos de 1991 a 2000. Por meio de uma regressão logística, foram obtidos os fatores de risco associados à intoxicação por agrotóxicos dos grupos organofosforados e carbamatos. Cerca de 50% dos entrevistados se encontravam ao menos moderadamente intoxicados. Os fatores de risco encontrados foram: ter o último contato a menos de duas semanas com agrotóxicos; não usar proteção; ser orientado pelo vendedor; citar organofosforado ou carbamato como agrotóxico principal e trabalhar nos municípios de Teófoli Otoni, Guidoval ou Piraúba. Os resultados apontam para o alto grau de risco de agravos à saúde a que estão sujeitos trabalhadores rurais em contato com agrotóxicos.This paper aimed to characterize the rural work process in nine counties in Minas Gerais State, considering socio-demographic indicators, the land tenure structure of farm operations, and work practices related to pesticide use and poisoning Data were obtained through the Jorge Duprat Figueiredo Foundation for Workers' Safety and Occupational Medicine, which applied a questionnaire to 1,064 rural workers from 1991 to 2000. Through a logistic regression, risk factors associated with pesticide poisoning were obtained for the carbamate and organophosphate groups. Some 50% of interviewees displayed at least moderate pesticide toxicity. Risk factors for pesticide poisoning were: last contact with pesticides less than two weeks before the blood cholinesterase test; no use of personal

  4. Prevalência e fatores associados ao tabagismo em estudantes de medicina de uma universidade em Passo Fundo (RS Prevalence of and variables related to smoking among medical students at a university in the city of Passo Fundo, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leandro Mazzoleni Stramari

    2009-05-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar a prevalência e fatores associados ao tabagismo entre os acadêmicos de medicina e avaliar o perfil desse grupo. MÉTODOS: Responderam a um questionário autoaplicável, contendo perguntas sobre consumo e atitudes relacionadas ao tabagismo, 316 acadêmicos de medicina (98,7% do total da Universidade de Passo Fundo. Segundo recomendações da Organização Mundial da Saúde, os estudantes foram classificados em fumantes diários, fumantes ocasionais, ex-fumantes ou não-fumantes, sendo considerados fumantes ativos os nas duas primeiras categorias. RESULTADOS: Observou-se que 16,5% dos acadêmicos eram fumantes ativos (5,4% diários e 11,1% ocasionais e 3,5% eram ex-fumantes. A média de idade foi 22,2 ± 2,4 anos. Os fatores significativamente associados ao tabagismo (p OBJECTIVE:To determine the prevalence of and factors associated with smoking among medical students, as well as to evaluate the profile of this group. METHODS: A total of 316 medical students (98.7% of the total at the University of Passo Fundo, in the city of Passo Fundo, Brazil, completed a self-report questionnaire with questions on tobacco intake and on attitudes related to smoking. In accordance with the World Health Organization guidelines, the students were classified as daily smokers, occasional smokers, former smokers or nonsmokers, those in the two first categories being considered active smokers. RESULTS: We found that 16.5% of the students were active smokers (daily smokers, 5.4%; occasional smokers, 11.1% and that 3.5% were former smokers. The mean age was 22.2 ± 2.4 years. Factors significantly associated with the smoking habit (p < 0.05 were male gender, paternal smoking, regular alcohol consumption and use of antidepressants or anxiolytics. For the majority (69.2% of the smokers, the age at smoking onset was 15-19 years of age, and the main motivations to start smoking were selfinitiative and influence of friends. The conceptualization of

  5. Fatores associados ao aleitamento materno em dois municípios com baixo índice de desenvolvimento humano no Nordeste do Brasil Factors associated with breastfeeding in two municipalities with low human development index in Northeast Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mirella Gondim Ozias Aquino de Oliveira

    2013-03-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Determinar a duração do aleitamento materno e verificar os fatores associados ao aleitamento exclusivo/predominante (AMEP, em crianças menores de dois anos de idade. MÉTODOS: Estudo transversal realizado nos municípios de Gameleira, situado na Zona da Mata Sul do Estado de Pernambuco e em São João do Tigre, pertencente à Zona Semi-Árida do Estado da Paraíba, no período de março a junho de 2005. A amostra foi composta por 504 crianças menores de dois anos (280 residentes em Gameleira e 224 em São João do Tigre. Utilizou-se a análise de sobrevida para estimar a mediana do aleitamento materno e das associações com a condição socioeconômica, com fatores relacionados às mães e crianças e assistência à saúde. RESULTADOS: As durações medianas do tempo de sobrevida do aleitamento materno exclusivo, exclusivo/predominante e aleitamento materno foram de 19, 79 e 179 dias em Gameleira e de 23, 91, e 169 dias em São João do Tigre, respectivamente. Mães com melhores condições socioeconômicas, representadas pela escolaridade, saneamento básico e posse de bens de consumo apresentaram maior duração do aleitamento exclusivo/predominante em ambos os municípios. Assistência pré-natal representada pelo maior número de consultas, início mais precoce e com orientação referente à alimentação e ao aleitamento materno influenciaram positivamente na duração do aleitamento exclusivo/predominante. CONCLUSÕES: A duração do aleitamento esteve aquém da recomendada. Apesar das precárias condições de vida das famílias, uma melhor condição socioeconômica e assistência ao pré-natal foram fatores protetores na duração do aleitamento exclusivo/predominante nessas áreas. OBJECTIVE: To determine the duration of breastfeeding and to identify factors associated with exclusive / predominant breastfeeding in children under two years old. METHODS: This is a cross-sectional study conducted from March to June 2005

  6. Fatores associados ao aumento no índice de incremento de pressão radial em indivíduos hipertensos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renan Oliveira Vaz-de-Melo

    2011-09-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A rigidez arterial é uma variável preditora de morbimortalidade e um possível marcador de lesão vascular. Sua avaliação não invasiva por tonometria radial e análise do índice de incremento (r-AI permite identificar os pacientes expostos a um maior risco cardiovascular. OBJETIVO: Analisar a influência do r-AI em variáveis clínico-bioquímicas e sua influência na prevalência de dano em órgão-alvo em pacientes hipertensos. MÉTODOS: Cento e quarenta pacientes hipertensos consecutivos, em seguimento clínico ambulatorial, foram submetidos à análise transversal. Os níveis de pressão arterial (PA e o r-AI foram obtidos por tonometria de aplanação da artéria radial (HEM-9000AI, Onrom. Os pacientes foram alocados em tercis r-AI (r-AI 97%. RESULTADOS: A amostra era predominantemente composta por mulheres (56,4%, com idade média de 61,7 ± 11,7 anos e índice de massa corporal de 29,6 ± 6,1 Kg/m². O maior tercil apresentou uma proporção maior de mulheres (p = 0,001, maior PA sistólica (p = 0,001 e pressão de pulso (p = 0,014, e menor peso (p = 0,044, altura (p < 0,001 e frequência cardíaca (p < 0,001. A análise multivariada demonstrou que o peso (β = -0,001, p = 0,017, frequência cardíaca (β = -0,001, p = 0,007 e pressão central (β = 0,015, p < 0,001 se correlacionam com o r-AI de maneira independente. Em análises de regressão logística, o 3º tercil r-AI foi associado a uma diminuição do diabete (DM (OR = 0,41; 95% CI 0,17-0,97; p = 0,042. CONCLUSÃO: Este estudo demonstrou que peso, frequência cardíaca e PA central se relacionam com o r-AI de maneira independente.

  7. Fatores associados ao trabalho de operadores de checkout: investigação das queixas musculoesqueléticas Factors related to the work of checkout operators: research musculoskeletal complaints

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Clarissa Stefani Teixeira

    2009-01-01

    Full Text Available Este artigo buscou verificar os fatores associados à dor musculoesquelética expressa por operadores de checkout. Participaram do estudo 48 trabalhadores que responderam ao questionário nórdico para identificação da presença de queixas musculoesqueléticas e a um questionário multidimensional com aspectos sociodemográficos de saúde e de condições de trabalho. Para a análise dos dados, foi utilizada a correlação de Spearman para associações, Qui-Quadrado e teste exato de Fisher para testar a homogeneidade das queixas em relação às variáveis socioeconômicas de saúde e de condições do trabalho. Os resultados indicam condições de trabalho não conformes com a NR-17, as quais se relacionam com os sintomas musculoesqueléticos principalmente na região superior das costas. Além disso, os afastamentos por queixas relacionaram-se de forma mais forte aos joelhos e ao exercício de outro trabalho remunerado.This article aims to evaluate the factors associated with complaints of musculoskeletal pain expressed by checkout operators. Participants in the study were 48 employees who responded to the Nordic questionnaire to identify the presence of musculoskeletal complaints, and a multidimensional questionnaire covering aspects of socio-demographics, health and working conditions. For data analysis it used Spearman's correlation to test for associations, chi-square and Fisher's Exact Test to test the homogeneity of complaints related to socioeconomic variables, health and working conditions. The results indicate a lack of compliance with the NR-17 on working conditions, and relate to musculoskeletal symptoms, especially in the upper back. Moreover, job loss due to such complaints related preponderantly to knee problems and the carrying out of other paid work.

  8. Fatores de risco associados à mastite bovina na microrregião Garanhuns, Pernambuco

    OpenAIRE

    Oliveira,Júnior M.B.; Vanderlei,Dayane R.; Wisley da S. Moraes; Daniel F. Brandespim; Mota,Rinaldo A.; Oliveira,Andréa A. da F.; Medeiros,Elizabeth S. de; José W. Pinheiro Júnior

    2012-01-01

    Objetivou-se com este estudo analisar os fatores de risco associados à mastite bovina na microrregião de Garanhuns, Pernambuco. Para isso, foram submetidas ao exame microbiológico 1260 amostras de leite e em cada propriedade foi aplicado um questionário contendo informações relacionadas às características raciais dos animais, dados gerais sobre as propriedades, manejo do rebanho e higiênico-sanitário durante a ordenha. Para a análise dos fatores de risco foi realizada uma regressão logística ...

  9. Prevalência e fatores associados à depressão entre idosos institucionalizados: subsídio ao cuidado de enfermagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elisa Roesler e Silva

    2012-12-01

    Full Text Available Este estudo teve como objetivo a verificação de depressão entre idosos institucionalizados. Empregou-se o método transversal utilizando-se a Escala de Depressão Geriátrica de Yesavage em cinco instituições de longa permanência do Distrito Federal para verificar sintomas de depressão. Foram estudados ao todo 299 indivíduos. Destes, 181 não atenderam os critérios de inclusão e 16 se recusaram a participar do estudo. Dos 102 idosos com condições de participar do estudo, 49,0% apresentavam depressão. Destes, 36,3% com depressão leve a moderada e 12,7% com depressão severa. Verificou-se associações entre sintomas de depressão e aumento da idade, sexo feminino, limitação/dependência e insatisfação com a instituição. Houve ainda associação significativa entre depressão e insônia, taquicardia, parestesia, tontura e suor excessivo. A depressão é altamente prevalente entre idosos institucionalizados, é mais comum entre as mulheres, e relaciona-se a uma série de sinais e sintomas que podem auxiliar em um diagnóstico precoce, subsidiando uma assistência de enfermagem mais efetiva.

  10. Fatores associados ao uso de suplemento de ácido fólico durante a gestação Factors associated with folic acid use during pregnancy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lorena Barbosa

    2011-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar a prevalência de consumo de suplemento de ácido fólico durante a gestação e identificar os fatores associados ao seu consumo. MÉTODOS: Estudo transversal que incluiu 280 mulheres da cidade de Diamantina (MG. A variável dependente foi o uso de suplemento de ácido fólico, e as independentes, a idade e escolaridade materna, paridade, número de consultas de pré-natal, situação marital e presença ou não de anemia. Utilizou-se análise de regressão de Poisson para avaliar a associação das variáveis independentes com a variável dependente. RESULTADOS: Mulheres com menor escolaridade, adolescentes e com número de consultas de pré-natal inferior a sete apresentaram, respectivamente, 1,61 (IC95%=1,34-1,93, 1,18 (IC95%=1,03-1,35 e 1,18 (IC95%=1,02-1,37 mais chances de não consumir o suplemento durante a gestação. CONCLUSÃO: A prevalência de consumo de ácido fólico entre as gestantes foi baixa e associada à idade, escolaridade materna e ao número de consultas pré-natal.PURPOSE: To estimate the prevalence of folic acid supplementation during pregnancy and to identify maternal factors associated with its consumption. METHODS: This was a cross-sectional study with 280 women from the city of Diamantina (MG, Brazil. The dependent variable was use of a folic acid supplement during pregnancy, and the independent variables were age and maternal schooling, number of prenatal care visits, parity, marital status and presence or absence of anemia. Poisson regression analysis was used to assess the association of independent variables with the dependent variable. RESULTS: Women with less education, adolescents, and number of prenatal visits less than seven were 1.61 (95%CI=1.34-1.93, 1.18 (95%CI=1.03-1.35 e 1.18 (95%CI=1.02-1.37 more likely not to consume the supplement during pregnancy, respectively. CONCLUSIONS: The prevalence of consumption of folic acid among pregnant women was low, associated with maternal age and

  11. Factors associated to breastfeeding cessation before 6 months Factores asociados al abandono de la lactancia materna durante los primeros 6 meses de vida Fatores associados ao abandono do aleitamento materno durante os primeiros seis meses de vida

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antoni Oliver Roig

    2010-06-01

    peor acceso a la información; también debería controlarse el uso de chupetes y suplementos de leche artificial (LA no indicados.O objetivo da pesquisa foi identificar os fatores associados ao abandono do aleitamento materno (AM e do aleitamento materno completo (AMC. Foram acompanhadas 248 mães que fizeram visita pós-parto. Os dados foram coletados mediante entrevista pessoal durante o primeiro mês pós-parto e, pelo telefone, aos quatro e seis meses seguintes. A análise se realizou mediante a Regressão de Cox. Os resultados mostram associação entre o abandono da AMC e do AM com o fato de não se ter amamentado anteriormente, com AM anterior ≤4 meses, e, com pior avaliação da experiência anterior. O menor nível de estudos se relaciona com maior abandono do AM e das chupetas, ou suplementos no hospital com o abandono da AMC. A educação pré-natal é fator protetor para o AMC e o AM. Conclui-se que o apoio ao AM deveria intensificar-se nas mães: sem experiência anterior, com experiência negativa, e, com pior acesso à informação; também deveria ser controlado o uso da chupeta e dos suplementos de leite artificial (LA não indicados.

  12. Gravidez na adolescência e fatores associados com baixo peso ao nascer Teenage pregnancy and factors associated with low birth weight

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Graciete Helena Nascimento dos Santos

    2008-05-01

    Full Text Available OBJETIVO: analisar a associação da gravidez na adolescência com o baixo peso ao nascer (BPN. MÉTODOS: foram incluídas todas as pacientes que tiveram parto num hospital terciário universitário do Maranhão no período de julho a dezembro de 2006, alocando-as em dois grupos: adolescentes (dez a 19 anos de idade e adultas (20 a 34 anos. As variáveis estudadas foram: cor, escolaridade, situação conjugal, renda familiar, número de consultas no pré-natal, idade gestacional no início do pré-natal, local do pré-natal, duração da gestação, tipo de parto e peso ao nascer. Os dados foram processados no programa Epi-Info, versão 3.4.1, e foram analisadas as associações entre as variáveis pela razão dos produtos cruzados, a Odds Ratio (OR, com intervalo de confiança (IC de 95%; utilizaram-se também modelos de regressão logística. O nível de significância adotado foi de 0,05. RESULTADOS: foram avaliadas 1.978 pacientes. Verificou-se freqüência de 25,4% de partos em adolescentes, que apresentaram baixa escolaridade, ausência de companheiro, menor número de consultas no pré-natal, início tardio do pré-natal, BPN e prematuridade. Realizando a análise, tendo como variável desfecho o BPN e associação com prematuridade (OR=29,0, verificou-se nítida associação com baixo número de consultas do pré-natal (OR=2,98; IC95%= 2,23-4,00 e início tardio do pré-natal (OR=1,91; IC95%=1,3-2,6, baixa escolaridade (OR=1,95; IC95%=1,4-2,5 em relação com a adolescência (OR=1,50; IC95%=1,1-1,9. Obtiveram-se resultados similares quando se excluiu a variável prematuridade. As adolescentes tiveram menor incidência de cesárea (33,3% que as adultas (49,4%, com diferença significativa, além de menor associação com pré-eclâmpsia e desproporção céfalo-pélvica. CONCLUSÕES: a gravidez na adolescência esteve associada a início tardio do pré-natal e baixo número de consultas pré-natal, além de baixa escolaridade, BPN e menor

  13. Incapacidade relacionada à dor lombar crônica: prevalência e fatores associados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marina de Góes Salvetti

    2012-10-01

    Full Text Available A incapacidade relacionada à dor lombar crônica (DLC é um fenômeno complexo e multifatorial. O objetivo desse estudo foi identificar a prevalência e os fatores associados à incapacidade em pacientes com dor lombar crônica. Estudo transversal com amostra composta por 177 pacientes com DLC, de três serviços de saúde; que responderam ao formulário com dados demográficos, ao Inventário de Depressão de Beck, às Escalas Oswestry Disability Index, de autoeficácia para dor crônica, Tampa de Cinesiofobia e de Fadiga de Piper. A prevalência de incapacidade foi de 65% (IC95%: 57,5 - 72,0 e era de moderada a grave em 80,7% dos pacientes. O modelo de regressão múltipla identificou três fatores independentemente associados à incapacidade: ausência de trabalho remunerado, autoeficácia baixa e depressão. Os fatores associados à incapacidade identificados são modificáveis. Intervenções como recolocação no trabalho, tratamento para a depressão e reconceitualização da crença de autoeficácia podem ter um impacto importante na prevenção e redução de incapacidade.

  14. Fatores perinatais associados ao óbito precoce em prematuros nascidos nos centros da Rede Brasileira de Pesquisas Neonatais Perinatal factors associated with early deaths of preterm infants born in Brazilian Network on Neonatal Research centers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Fernanda Branco de Almeida

    2008-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar os fatores perinatais associados ao óbito neonatal precoce em prematuros com peso ao nascer entre 400 e 1.500 g. MÉTODOS: Coorte prospectiva e multicêntrica dos nascidos vivos com idade gestacional de 23 a 33 semanas e peso de 400-1.500 g, sem malformações em oito maternidades públicas terciárias universitárias entre junho de 2004 e maio de 2005. As características maternas e neonatais e a morbidade nas primeiras 72 horas de vida foram comparadas entre os prematuros que morreram ou sobreviveram até o sexto dia de vida. As variáveis perinatais associadas ao óbito neonatal precoce foram determinadas por regressão logística. RESULTADOS: No período, 579 recém-nascidos preencheram os critérios de inclusão. O óbito precoce ocorreu em 92 (16% neonatos, variando entre as unidades de 5 a 31%, e tal diferença persistiu controlando-se por um escore de gravidade clínica (SNAPPE-II. A análise multivariada para o desfecho óbito neonatal intra-hospitalar precoce mostrou associação com: idade gestacional de 23-27 semanas (odds ratio - OR = 5,0; IC95% 2,7-9,4, ausência de hipertensão materna (OR = 1,9; IC95% 1,0-3,7, Apgar 0-6 no 5º minuto (OR = 2,8; IC95% 1,4-5,4, presença de síndrome do desconforto respiratório (OR = 3,1; IC95% 1,4-6,6 e centro em que o paciente nasceu. CONCLUSÃO: Importantes fatores associados ao óbito neonatal precoce em prematuros de muito baixo peso são passíveis de intervenção, como a melhora da vitalidade fetal ao nascer e a diminuição da incidência e gravidade da síndrome do desconforto respiratório. As diferenças de mortalidade encontradas entre os centros apontam para a necessidade de identificar as melhores práticas e adotá-las de maneira uniforme em nosso meio.OBJECTIVE:To evaluate perinatal factors associated with early neonatal death in preterm infants with birth weights (BW of 400-1,500 g. METHODS: A multicenter prospective cohort study of all infants with BW of 400

  15. Factors associated to smoking habit among older adults (The Bambuí Health and Aging Study Fatores associados ao hábito de fumar entre idosos (Projeto Bambuí

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sérgio Viana Peixoto

    2005-10-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To describe the characteristics and associated factors of the smoking habit among older adults. METHODS: A population-based study was carried out comprising 1,606 (92.2% older adults (>60 years old living in the Bambuí town, Southeastern Brazil in 1997. Data was obtained by means of interview and socio-demographic factors, health status, physical functioning, use of healthcare services and medication were considered. The multiple multinomial logistic regression was used to assess independent associations between smoking habits (current and former smokers and the exploratory variables. RESULTS: The prevalence of current and past smoking was 31.4% and 40.2% among men, and 10.3% and 11.2% among women, respectively (p80 years and schooling (>8 years and positive association with poor health perception and not being married. Among women, independent and negative associations with current smoking were observed for age (75-79 and >80 years and schooling (4-7 and >8 years. CONCLUSIONS: Smoking was a public health concern among older adults in the studied community, particularly for men. Yet, in a low schooling population, a slightly higher level was a protective factor against smoking for both men and women. Programs for reducing smoking in the elderly population should take these findings into consideration.OBJETIVO: Descrever as características e fatores associados ao hábito de fumar em uma população idosa. MÉTODOS: Estudo de base populacional realizado com 1.606 (92,2% idosos (>60 anos residentes na cidade de Bambuí, Estado de Minas Gerais, em 1997. As variáveis estudadas foram: fatores sociodemográficos, condições de saúde, função física, uso de serviço de saúde e de medicamentos. Os dados foram coletados por meio de entrevista. A regressão logística multinomial foi utilizada para avaliar associações independentes entre o hábito de fumar (atual e passado e as variáveis exploratórias. RESULTADOS: A prevalência de

  16. Fatores associados ao sobrepeso em adolescentes

    OpenAIRE

    2008-01-01

    Esta dissertação de mestrado é apresentada sob a forma de um capítulo de revisão da literatura e um artigo original. O capítulo de revisão aborda o papel da atividade física, do sedentarismo dos adolescentes e do sobrepeso dos pais na ocorrência de sobrepeso e risco de sobrepeso em adolescentes. Estudos evidenciam a influência da inatividade física e do estilo de vida sedentário contribuindo para o sobrepeso, embora ainda haja resultados controversos. O artigo original teve o objetivo de dete...

  17. Fatores associados ao sobrepeso em adolescentes

    OpenAIRE

    Rodrigo da Silva Lippo, Bruno

    2008-01-01

    Esta dissertação de mestrado é apresentada sob a forma de um capítulo de revisão da literatura e um artigo original. O capítulo de revisão aborda o papel da atividade física, do sedentarismo dos adolescentes e do sobrepeso dos pais na ocorrência de sobrepeso e risco de sobrepeso em adolescentes. Estudos evidenciam a influência da inatividade física e do estilo de vida sedentário contribuindo para o sobrepeso, embora ainda haja resultados controversos. O artigo original teve o objetivo de dete...

  18. Fatores associados ao óbito de motociclistas nas ocorrências de trânsito Factores asociados al fallecimiento de motociclista en accidentes de tránsito Factors associated with the death of motorcyclists in traffic accidents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nelson Luiz Batista de Oliveira

    2012-12-01

    Full Text Available Para identificar fatores associados ao óbito em motociclistas envolvidos em ocorrências de trânsito, em Maringá-PR, foi realizado estudo retrospectivo incluindo os motociclistas envolvidos em acidentes no ano de 2004. As fontes de dados foram os registros da Polícia Militar, do SIATE e do Instituto Médico Legal. Foram realizadas análises bivariadas e regressão logística binária. Identificaram-se 2.362 motociclistas nos Boletins de Ocorrência e, destes, 1.743 tinham registros nos Relatórios de Atendimento do Socorrista. As vítimas fatais diferiram das demais quanto à faixa etária, ao local de residência, ao tempo de habilitação e as suas condições fisiológicas na cena da ocorrência. No modelo final permaneceram as seguintes variáveis: Escala de Coma de Glasgow (ECGl, Revised Trauma Score (RTS, pulso e saturação de O2 no sangue. As condições fisiológicas das vítimas na cena do acidente se destacaram no modelo final e a ECGl superou o RTS na associação com óbito.Para identificar factores asociados al fallecimiento de motociclistas involucrados en accidentes de tránsito, en Maringá-PR se realizó estudio retrospectivo incluyendo a los motociclistas involucrados en accidentes durante 2004. Datos recolectados de registros de Policía Militar, SIATE e Instituto Médico Legal. Se identificaron 2362 motociclistas en las Actas de Accidentes; de ellos, 1743 tenían registro en los Informes de Atención del Socorrista. Las víctimas fatales difirieron del resto en lo referente a faja etaria, lugar de residencia, tiempo de habilitación y condiciones fisiológicas en la escena del accidente. En el modelo final permanecen las variables: Escala de Coma de Glasgow (ECGl, Revised Trauma Score (RTS, pulso y saturación de O2 en sangre. Las condiciones fisiológicas de las víctimas en la escena del accidente se destacan en el modelo final, y la ECGl superó al RTS en la asociación con fallecimiento.In order to identify the

  19. Bruxismo noturno em crianças de 8 a 10 anos de idade: fatores psciológicos associados

    OpenAIRE

    Drumond,Clarissa Lopes

    2014-01-01

    Justificativa: considerando-se que a etiologia do bruxismo noturno ainda não foi completamente esclarecida, torna-se necessário o desenvolvimento de estudos de base populacional que permitam a identificação dos fatores associados a esta desordem. Objetivo: verificar a prevalência e os fatores associados ao bruxismo noturno em escolares brasileiros de 8 a 10 anos de idade. Métodos: realizou-se um estudo transversal com uma amostra representativa de 473 escolares, matriculados em escolas públic...

  20. Fatores associados ao consumo de frutas, legumes e verduras em adultos de uma cidade no Sul do Brasil Factors associated with fruit and vegetable intake among adults in a southern Brazilian city

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marilda Borges Neutzling

    2009-11-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi descrever a freqüência de consumo de frutas, legumes e verduras por adultos de 20 a 69 anos de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil, e analisar fatores associados. Foi realizado em 2006 um estudo transversal de base populacional, incluindo 972 adultos. A freqüência do consumo de frutas, legumes e verduras foi medida por meio de três perguntas referentes ao consumo habitual destes no ano anterior. O desfecho foi o consumo regular de frutas, legumes e verduras. Cerca de 1/5 da população adulta (20,9% consumia regularmente frutas, legumes e verduras. Indivíduos do sexo feminino, com 60 anos ou mais, das classes A e B, ex-fumantes e não sedentários apresentaram maior prevalência de consumo de frutas e legumes e verduras. A freqüência do consumo de frutas, legumes e verduras na população adulta residente no Município de Pelotas está aquém das recomendações atuais do Ministério da Saúde, em especial entre os homens mais jovens, de menor nível sócio-econômico e que não praticam atividade física no lazer. Políticas públicas que estimulem uma alimentação saudável são urgentemente necessárias.The study aimed to describe the frequency of fruit and vegetable intake among adults (20-69 years of age and to identify associated factors. This population-based study in 2006 included 972 adults in Pelotas, Southern Brazil. Consumption of fruits and vegetables was evaluated with three questions on habitual food intake during the year prior to the interview. The outcome variable was regular consumption of fruits and vegetables. Only one in five adults (20.9% reported consuming fruits and vegetables regularly. Female gender, age 60 years or older, higher socioeconomic status, former smoking, and physical activity were associated with the outcome variable. According to the results, fruit and vegetable intake among adults fails to meet current Ministry of Health recommendations, particularly among male, young

  1. Prevalência e fatores associados ao cuidado domiciliar a idosos Prevalencia y factores asociados al cuidado domiciliario a ancianos Prevalence and factors associated with home care among older adults

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giovâni Firpo Del Duca

    2011-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar a prevalência do cuidado domiciliar a idosos e identificar fatores associados. MÉTODOS: Estudo transversal de base populacional com 598 indivíduos com idade > 60 anos, selecionados em amostragem por conglomerado em dois estágios na cidade de Pelotas, RS, entre 2007 e 2008. O cuidado domiciliar foi definido a partir da resposta positiva à seguinte pergunta: "O(A Sr.(a tem alguém aqui na sua casa para cuidar do(a Sr.(a?". Dados sobre potenciais fatores associados ao cuidado domiciliar foram coletados em questionário padronizado. Empregou-se o modelo de regressão de Poisson com variância robusta nas análises bruta e ajustada levando-se em consideração a amostragem por conglomerados. RESULTADOS: A prevalência de cuidado domiciliar foi de 49,5% (IC95%: 44,5;54,5. Entre aqueles que tinham cuidador, 39,5% relataram ser cuidados por esposo(a, enquanto a opção cuidador contratado foi relatada por 4,7% dos idosos. Na análise ajustada, observou-se associação do cuidado domiciliar com o sexo masculino, ter companheiro(a, aumento da idade e presença de incapacidade funcional para atividades instrumentais da vida diária. A escolaridade e o nível de atividade física apresentaram associação inversa com a ocorrência de cuidado domiciliar. CONCLUSÕES: A alta prevalência de cuidado domiciliar encontrada pode causar sobrecarga aos familiares, responsáveis pela maioria do cuidado prestado. Esses achados são importantes para o planejamento de ações em saúde destinadas à assistência ao idoso e familiares. Atenção específica deve ser destinada a indivíduos com idade avançada, baixa escolaridade e com incapacidade para atividades instrumentais da vida diária.OBJETIVO: Estimar la prevalencia del cuidado domiciliario a ancianos e identificar factores asociados. MÉTODOS: Estudio transversal de base poblacional con 598 individuos con edad > 60 años, seleccionados en muestreo por conglomerado en dos fases en la

  2. Fatores associados a patologias de pregas vocais em professores

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carla Lima de Souza

    2011-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar fatores associados à prevalência do diagnóstico médico referido de patologias das pregas vocais em professores. MÉTODOS: Estudo epidemiológico transversal, censitário, com 4.495 professores da rede pública municipal de ensino elementar e fundamental de Salvador, BA, de março a abril de 2006. A variável dependente foi o diagnóstico médico referido de patologias das pregas vocais e as independentes, características sociodemográficas, atividade profissional, organização do trabalho/relações interpessoais, características físicas do ambiente de trabalho, freqüência de transtornos mentais comuns, medida pelo Self-Reporting Questionnaire-20 (SRQ-20 >7 e condições de saúde geral. Foram aplicadas técnicas de análise estatística descritiva, bivariada e regressão logística múltipla. RESULTADOS: A prevalência de diagnóstico médico referido de patologias das pregas vocais foi de 18,9%. Na análise de regressão logística, as variáveis que permaneceram associadas ao diagnóstico médico de patologia das pregas vocais foram: sexo feminino, trabalhar como professor por mais de sete anos, uso intensivo da voz, referir mais de cinco características desfavoráveis do ambiente físico de trabalho, uma ou mais doenças do trato respiratório, perda auditiva e apresentar transtornos mentais comuns. CONCLUSÕES: A presença de patologias das pregas vocais referidas associou-se a fatores que indicam a necessidade de ações de promoção da saúde vocal do professor e modificações na organização e estrutura do trabalho docente.

  3. Fatores associados à asfixia perinatal Factors associated with perinatal asphyxia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alfredo de Almeida Cunha

    2004-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar fatores de risco associados ao índice de Apgar baixo. MÉTODOS: o estudo teve delineamento transversal. A população de estudo foi amostra randômica da população internada em maternidade nível III no ano de 2001. O desfecho foi índice de Apgar baixo, definido como de 1-6 (grupo de estudo comparado a 7-10 (controle no primeiro minuto. A primeira etapa foi avaliar a associação isolada de cada possível fator de risco. A segunda etapa consistiu em análise multivariada com modelagem usando regressão logística (modo passo a passo, reverso. RESULTADOS: houve 39 (14% recém-nascidos (RN deprimidos que foram comparados a 238 (86% não deprimidos. A análise final (multivariada revelou associação do índice de Apgar baixo com os seguintes fatores de risco: antecedente de natimorto (OR=52,6, ameaça de parto prematuro, caracterizada pela existência de contrações uterinas não típicas de trabalho de parto (OR=33,8, baixo peso do RN, inferior a 2.500 g (OR=11,2, antecedente de cesariana (OR=7,4. Funcionaram como fatores de proteção o peso do RN medido em gramas (OR=0,9, sexo feminino do RN (OR=0,1, presença de intercorrência clínica (OR=0,4 e prematuridade, com idade gestacional inferior a 37 semanas (OR=0,1 CONCLUSÃO: o estudo do resultado pode auxiliar na identificação de fetos com risco de asfixia, possibilitando seu encaminhamento dentro do sistema de saúde, bem como o planejamento da assistência em unidades terciárias.PURPOSE: to assess risk factors for low Apgar score. METHODS: this was a cross-sectional study preformed in a random sample of patients admitted to a level III maternity hospital in 2001. The outcome was low Apgar score defined as an Apgar score 1-6 (study group versus Apgar score 7-10 (control group in the first minute of life. The first step was the evaluation of the association of each possible risk factor with low Apgar score. The second step was multivariate analysis with the backward

  4. Prevalence and factors associated with alcohol use among pregnant adolescents Prevalencia y factores asociados al uso de alcohol en adolescentes embarazadas Prevalência e fatores associados ao uso de álcool em adolescentes grávidas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lorena Uchôa Portela Veloso

    2013-02-01

    : el estudio apunta una prevalencia de 32,4% para el uso de alcohol en el embarazo de adolescentes. De estas 36,1% poseen puntaje compatible con el uso de riesgo. Los factores asociados a mayor riesgo de uso de alcohol en el embarazo son: no poseer compañero, renta inferior a 1 salario mínimo, no tener religión, realizar hasta 3 consultas de prenatal, haber sufrido violencia y uso de alcohol en embarazos anteriores. CONCLUSIÓN: se identificó una alta prevalencia del consumo de alcohol en adolescentes embarazadas y diversos factores de riesgo que participan de este proceso. Estos datos reflejan la necesidad de que el enfermero utilice tecnologías de rastreo del consumo de alcohol en el período de embarazo y utilice estrategias de promoción de la salud en grupos de adolescentes.OBJETIVO: identificar o uso de álcool e os fatores associados em adolescentes grávidas do município de Teresina, PI. MÉTODO: trata-se de estudo transversal com 256 adolescentes grávidas, cujos dados obtidos foram por meio de formulários com questões referentes às variáveis socioeconômicas, gestacionais e características do consumo de álcool e aplicação do Alcohol Use Desorders Identification Test, instrumento desenvolvido pela Organização Mundial de Saúde, para rastreio do uso excessivo de álcool. Realizou-se análise estatística descritiva, teste qui-quadrado e Odds Ratio. RESULTADOS: o estudo aponta prevalência de 32,4% para o uso de álcool na gestação em adolescentes. Dessas, 36,1% possuíam escore compatível com uso de risco. Os fatores associados ao maior risco de uso de álcool na gestação são: não possuir companheiro, renda inferior a 1 salário-mínimo, não ter religião, realizar até 3 consultas de pré-natal, ter sofrido violência e uso de álcool em gestações anteriores. CONCLUSÃO: identificou-se alta prevalência do consumo de álcool em adolescentes grávidas e diversos fatores de risco envolvidos nesse processo. Esses dados refletem a

  5. Fatores de risco associados ao comportamento alimentar inadequado em futebolistas Los factores de riesgo asociados con la conducta de alimentación inadecuada en los jugadores de fútbol Risk factors associated with feeding behavior of players

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo de Sousa Fortes

    2012-09-01

    Full Text Available O comportamento alimentar inadequado (CAI parece estar associado a diversos fatores. No entanto, a população de atletas, principalmente do sexo masculino, é carente de investigações deste tipo. O objetivo do presente estudo foi identificar fatores de risco para o CAI em jovens futebolistas. Foram avaliados 271 futebolistas de Juiz de Fora/MG. Avaliou-se o CAI mediante aplicação do Eating Attitudes Test (EAT-26. A insatisfação corporal foi verificada por intermédio do Body Shape Questionnaire. Aferiu-se massa corporal e estatura para calcular-se o índice de massa corporal, além de dobras cutâneas com o propósito de estimar a adiposidade corporal. Conduziu-se regressão logística binária para avaliar riscos sobre o CAI, incutindo nível de significância de 5%. Observou-se que somente a insatisfação corporal manteve-se associada ao CAI, tanto no modelo simples, quanto no ajustado para todas as variáveis (p El comportamiento inadecuado de alimentos (CIA, parece estar relacionado con varios factores. Sin embargo, la población de atletas, sobre todo varones, está en la necesidad de tales investigaciones. El objetivo de este estudio fue identificar los factores de riesgo para la CIA en los jóvenes futbolistas. Se evaluaron 271 futbolistas de Juiz de Fora/MG. Se evaluó la CIA aplicando el Eating Attitudes Test (EAT-26. La insatisfacción corporal se evaluó a través del Body Shape Questionnaire. Se ha medido el peso y la altura para calcular el índice de masa corporal y grosor del pliegue cutáneo con el fin de estimar la grasa corporal. Hemos llevado a cabo una regresión logística binaria para evaluar los riesgos en el CIA, infundiendo un nivel de significación del 5%. Se observó que la insatisfacción corporal sólo se mantuvo asociada con el CIA, tanto en el modelo simple, como el conjunto de todas las variables (p The inappropriate eating behavior (IEB appears to be associated with numerous factors. However, the

  6. Fatores associados ao consumo de frutas e hortaliças no Brasil, 2006 Factores asociados al consumo de frutas y hortalizas en Brasil, 2006 Factors associated with fruit and vegetable consumption in Brazil, 2006

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patricia Constante Jaime

    2009-11-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar a freqüência do consumo de frutas e hortaliças e fatores associados. MÉTODOS: Foram estudados 54.369 indivíduos com idade >18 anos, entrevistados pelo sistema de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (VIGITEL nas capitais brasileiras e Distrito Federal, em 2006. Os indicadores do consumo alimentar foram: consumo regular (>5 dias/semana de frutas e hortaliças e consumo adequado (>5 vezes/dia. Calculou-se a prevalência dos indicadores e intervalos de confiança, estratificada por sexo. Para analisar a associação das variáveis sociodemográficas foram calculados odds ratio bruta e ajustada por sexo, idade, escolaridade e estado civil. RESULTADOS: Menos da metade dos indivíduos referiu consumo regular de fruta (44,1% ou hortaliças (43,8%, enquanto 23,9% referiram consumo regular de frutas e hortaliças em conjunto; o consumo adequado foi referido por 7,3% dos entrevistados. O consumo de frutas e hortaliças variou entre as cidades estudadas, foi maior entre as mulheres e aumentou com a idade e escolaridade. CONCLUSÕES: Iniciativas de promoção do consumo de frutas e hortaliças devem atender a população como um todo, especialmente às cidades das regiões Norte e Nordeste, aos jovens, aos homens e aos estratos populacionais com baixa escolaridade.OBJETIVO: Estimar la frecuencia de consumo de frutas y hortalizas y factores asociados. MÉTODOS: Fueron estudiados 54.369 individuos con edad >18 años, entrevistados por el Sistema de Vigilancia de Factores de Riesgo y Protección para Enfermedades Crónicas por Pesquisa Telefónica (VIGITEL en las capitales brasileras y Distrito Federal, en 2006. Los indicadores de consumo alimentario fueron: consumo regular (>5 días/semana de frutas y hortalizas y consumo adecuado (>5 veces/día. Se calculó la prevalencia de los indicadores e intervalos de confianza, estratificada por sexo. Para analizar la asociación de las

  7. Factores de riesgo asociados al uso de drogas en estudiantes adolescentes Fatores de riscos associados ao uso de drogas entre estudantes adolescentes Risk factors associated with drugs abuse among adolescent students

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ever Agustín Osorio Rebolledo

    2004-04-01

    Full Text Available Objetivo Identificar factores de riesgo asociados al uso de drogas lícitas e ilícitas en estudiantes adolescentes de ambos sexos cursantes de educación básica y diversificada de instituciones públicas diurnas. Métodos Con base a un estudio descriptiva, de campo y transversal fue realizado estudio en el año 2002 en el Municipio Naguanagua, Estado Carabobo, Venezuela. Se utilizo un cuestionario anónimo auto aplicado denominado Test Drug Use Screening Inventory (DUSI para adolescentes versión Venezuela, fue respondido por una muestra probabilística sistemática estratificada por año de estudio de estudiantes adolescentes de 12 a 17 años de edad de ambos sexos, de dos instituciones educativas públicas diurnas de educación básica y diversificada. Resultados Las áreas de riesgo alto asociadas al uso de drogas lícitas e ilícitas son las de familia y salud mental; mientras que en las de riesgo moderado se encuentran las áreas de recreación, conducta y escuela; y las de riesgo bajo pares, habilidades sociales y uso de drogas. Los resultados del Índice de Severidad Total, es alto. Esto es un indicador de que el adolescente venezolano presenta más riesgo de uso de drogas lícitas e ilícitas, pero al mismo tiempo presenta menos uso de drogas. Lo que pudiera indicar cómo la presencia de factores de protección interactúan con los factores de riesgo, para modificar el efecto de éstos.Este estudo objetiva identificar fatores de riscos associados ao uso de drogas lícitas e ilícitas entre estudantes da educação básica de diversas instituições públicas. Métodos: em estudo descritivo foi realizado no Município de Naguanagua, Carabobo, Venezuela, um estudo por meio de um questionário Test Drug Use Screening Inventory, através de uma amostra estratificada por ano de estudo entre estudantes de 12 a 17 anos. Resultados: áreas de altos riscos associadas ao uso de drogas foram: família e saúde mental; enquanto que as de riscos

  8. Factors associated with the successful aging of the socially-active elderly in the metropolitan region of Porto Alegre Fatores associados ao envelhecimento bem-sucedido de idosos socialmente ativos da região metropolitana de Porto Alegre

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Feliz Duarte de Moraes

    2005-12-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To identify the factors associated with aging of the socially-active elderly in the metropolitan region of Porto Alegre. METHODS: A cross-sectional study was conducted involving a sample of 400 elderly subjects. Through a conglomerate analysis using the combined results of the Flanagan Scale and the quality of life assessment instrument developed by the World Health Organization (WHOQOL-100, the subjects classified as presenting a higher quality of life were considered to have aged successfully. RESULTS: After having been adjusted for the variables gender, age, level of depression, despair, perceived health status, meaning that personal beliefs give to life, satisfaction with social activities and relations, the following factors maintained their independent and meaningful effect on successful aging: family relations and friendships (OR = 4.93; 95% CI: 2.83-8.60, health and perceived well being (OR = 1.66; 95% CI: 1.07-2.59, functional capacity (OR = 23.70; 95% CI: 10.98-51.06 and psychosocial support (OR = 7.36; 95% CI: 4.00-13.54. CONCLUSIONS: Independence in performing daily life activities and autonomy, as well as satisfaction with family relations and friendships, were independent predictive factors of successful aging for both men and women. For women in particular, there were various predictive factors: material comfort; feeling physically well; body image and appearance; self-esteem; positive feelings; interpersonal relationships; social support; participation in recreational activities; sexuality; spirituality; and beliefs. The elderly maintain a relationship with themselves, with others and with their beliefs. Family is the main social support system.OBJETIVO: Identificar fatores associados ao envelhecimento bem-sucedido de idosos socialmente ativos da Região Metropolitana de Porto Alegre. MÉTODOS: Estudo transversal com 400 idosos. Pela análise de conglomerados, utilizando os resultados simultâneos da escala de Flanagan

  9. Sobrevida de cinco anos e fatores associados ao câncer de boca para pacientes em tratamento oncológico ambulatorial pelo Sistema Único de Saúde, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gisele Macedo da Silva Bonfante

    2014-05-01

    Full Text Available O objetivo foi analisar a sobrevida específica de cinco anos e fatores associados para câncer de boca no Brasil. Trata-se de coorte retrospectiva, cuja fonte de dados foi a Base Onco, que realizou o relacionamento probabilístico-determinístico de todos os registros de autorização para radioterapia e/ou quimioterapia pelo Sistema Único de Saúde, entre 2000 e 2006, gerando-se cadastro único para cada paciente. O presente estudo incluiu os pacientes diagnosticados entre 2002 e 2003 com câncer de boca, exceto lábio, e idade entre 19 e 100 anos (N = 6.180. A taxa de sobrevida específica em cinco anos foi de 60%. Foram associados à menor sobrevida específica: ter idade > 40 anos; apresentar estádio III ou IV; localização em língua, assoalho de boca e base de língua; não realizar tratamento cirúrgico, realizar somente quimioterapia ou radioterapia e quimioterapia e residir em determinados estados do Brasil. Os resultados reforçam a necessidade de incluir a avaliação das disparidades dos territórios de planejamento como possibilidade para incrementar as ações de saúde e melhorar os indicadores de sobrevida.

  10. Fatores associados à atividade física insuficiente no lazer entre idosos

    OpenAIRE

    Saulo Vasconcelos Rocha; Maura Maria Guimarães de Almeida; Tânia Maria Araújo; Loiamara Barreto Santos; Wisla Keile Medeiros Rodrigues

    2013-01-01

    INTRODUÇÃO: As modificações estruturais e funcionais observa-das no envelhecimento, associadas ao sedentaris-mo, aceleram o declínio da capacidade funcional. OBJETIVO: Analisar os fatores associados à atividade física insuficiente no lazer entre idosos. MÉTODOS: Estudo transversal com amostra constituída de 562 indivíduos residentes no município de Feira de Santana, BA, 69,6% do sexo feminino e 30,4% do sexo masculino com média de idade de 68,93 ± 7,05 anos. Foi utilizado um formulário conten...

  11. Factors Related to Musculoskeletal Disorders in Nursing Workers Factores asociados a los disturbios músculo-esqueléticos en trabajadoras de enfermería Fatores associados aos distúrbios musculoesqueléticos em trabalhadoras de enfermagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Natália da Rosa Fonseca

    2010-12-01

    intervención que incorporen tanto los aspectos organizacionales del trabajo así como las adecuaciones en el ambiente físico y en las características de las tareas.Este é um estudo de corte transversal, objetivando identificar fatores associados aos distúrbios musculoesqueléticos em auxiliares e técnicas de enfermagem, em Salvador, BA. Trezentas e oito trabalhadoras, selecionadas aleatoriamente, responderam questionário aplicado por entrevistador, com questões sobre demandas físicas e psicossociais no trabalho, características individuais e atividades extralaborais. Análise multivariada revelou que distúrbios musculoesqueléticos em pescoço, ombro ou parte alta do dorso e distúrbios musculoesqueléticos em região lombar associam-se à demanda física (manuseio de carga, postura inadequada do tronco e gestos repetitivos, demanda psicossocial e condicionamento físico precário. Distúrbios musculoesqueléticos em extremidades superiores distais associam-se à demanda física (repetitividade e força e anos de trabalho (>19. Os resultados apontam para a necessidade de estratégias de intervenção incorporando tanto os aspectos organizacionais do trabalho bem como adequações no ambiente físico e características das tarefas.

  12. Fatores associados à preferência por cesareana

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Faisal-Cury Alexandre

    2006-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estudar os fatores relacionados à preferência por cesariana, em gestantes sem intercorrências. MÉTODOS: Estudo transversal com 156 gestantes, de clínica privada na cidade de Osasco, Estado de São Paulo, no período de outubro de 2000 a dezembro de 2001. As gestantes estavam em idade gestacional de 28 semanas ou mais, sem contra-indicação formal para parto vaginal, no momento da entrevista. Foi aplicado questionário sobre informações sociodemográficas, história obstétrica passada e atual. Perguntou-se à gestante questão específica sobre preferência para o parto. Realizou-se teste do qui-quadrado de Pearson e regressão logística para análise multivariada, com nível de significância de 5%. RESULTADOS: Sessenta e sete (42,9% gestantes se diziam pouco motivadas para parto vaginal. Na análise multivariada foram estatisticamente significativas as seguintes variáveis: parto vaginal prévio (p<0,001; ORaj=0,04; IC 95%=0,01-0,12; a renda do marido superior a 750 Reais mensais (p=0,006; ORaj=3,44; IC 95%=1,38-8,33. As mulheres com parto vaginal prévio apresentaram chance 25 vezes menor de optarem por cesariana. O fato de a gestante não ter considerado satisfatória a experiência do parto prévio esteve marginalmente associado ao desfecho (p=0,06; ORaj=0,42; IC 95%=0,16-1,05. CONCLUSÕES: A motivação para parto cesariano está associada a influências como tipo e grau de satisfação com o parto prévio e renda.

  13. Estresse, coping e burnout da Equipe de Enfermagem de Unidades de Terapia Intensiva: fatores associados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafaela Andolhe

    2015-12-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo Investigar o estresse emocional, o coping e burnout da equipe de enfermagem e a associação com fatores biossociais e do trabalho em Unidade de Terapia Intensiva (UTI. Método Estudo transversal, realizado em oito UTI de hospital-escola, do município de São Paulo, em 2012. Coletaram-se dados biossociais e de trabalho dos profissionais, juntamente com Escalas de Estresse no Trabalho, Coping Ocupacional, Lista de Sinais e Sintomas e Inventário Maslach de Burnout. Resultados Participaram da pesquisa 287 sujeitos, predominantemente mulheres, com companheiro e filhos. O nível médio de estresse e coping controle foram prevalentes (74,47% e 79,93%, respectivamente e a presença de burnout em 12,54%. Fatores associados ao estresse referiram-se às condições de trabalho. Ter companheiro, atuar em UTI Clínica e gostar do trabalho foram fatores de proteção para coping prevalente, enquanto que horas de sono adequadas foi fator de proteção para burnout. Conclusão O controle do ambiente de trabalho e o sono adequado são fatores decisivos e protetores para enfrentamento das situações de estresse ocupacional.

  14. Fatores de risco associados aos problemas dos leitões na fase de creche em rebanhos da região Sul do Brasil Risk factors associated with post-weaning pigs problems in herds of South region of Brazil

    OpenAIRE

    Morés,N.; J. Sobestansky; Barioni Junior,W.; Madec, F.; O.A. Dalla Costa; PAIVA, D. P. de; Lima,G.M.M.; A.L. Amaral; Perdomo,C.C.; Coimbra,J.B.S.

    2000-01-01

    Um experimento de pesquisa epidemiológica observacional foi realizado em 65 rebanhos da região Sul do Brasil, com o objetivo de identificar o conjunto de fatores de risco que melhor explicam a ocorrência de problemas com os leitões na fase de creche. Em cada rebanho acompanhou-se um lote de leitões durante as primeiras três semanas após o desmame, sendo avaliadas variáveis ligadas às instalações, à nutrição, ao manejo, ao ambiente e à saúde dos leitões. Na análise estatística dos dados foram ...

  15. Fatores associados a acidentes de trabalho envolvendo trabalhadores informais do comércio

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcela Andrade Rios

    2015-06-01

    Full Text Available O estudo objetivou estimar a incidência de acidentes de trabalho não fatais sobre trabalhadores informais do comércio e analisar os fatores associados a esses eventos quanto aos aspectos sociodemográficos, ocupacionais, condições laborais e de saúde. Realizou-se estudo transversal com 434 trabalhadores em área comercial do Município de Jequié, Bahia, Brasil, em 2013. A regressão logística foi utilizada para avaliar os possíveis fatores associados ao acidente. Estimou-se a incidência de acidentes de trabalho (nos últimos 12 meses em 32,3%, e a análise multivariada revelou maior chance de ocorrência de acidente entre trabalhadores do sexo masculino (OR = 1,61, jovens (OR = 4,62, comerciantes de carnes/frangos (OR = 9,55 e aqueles que apresentam alto esforço físico (OR = 1,71. Com a análise dos resultados, verifica-se a necessidade de políticas públicas voltadas para a prevenção de acidentes no setor informal comércio.

  16. Fatores associados ao envolvimento do pai nos cuidados do lactente Factores asociados al envolvimiento del papá en los cuidados del lactante Factors associated with father involvement in infant care

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Olga G Falceto

    2008-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar fatores associados à falta de envolvimento ativo do pai nos cuidados de crianças aos quatro meses. MÉTODOS: Estudo transversal envolvendo famílias de 153 crianças aos quatro meses de vida, entrevistadas em suas casas por dois terapeutas de famílias. Além do envolvimento do pai nos cuidados do lactente foram examinadas características sociodemográficas, saúde mental dos pais (utilizando a escala Self Report Questionnaire-20 e avaliação com os critérios do Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders-IV e qualidade do relacionamento conjugal (usando a escala Global Assessment of Relational Functioning do Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders-IV. Utilizou-se regressão de Poisson para avaliar a associação entre falta de envolvimento do pai nos cuidados do filho e variáveis selecionadas. A magnitude das associações foi estimada pela razão de prevalências. RESULTADOS: Os pais de 13% dos lactentes não tinham qualquer contato com seus filhos. Entre as famílias em que os pais coabitavam (78% do total, 33% dos pais relataram não participar ativamente nos cuidados de seus filhos. Relação conjugal problemática e mãe ser "do lar" mostraram-se associadas à falta de envolvimento dos pais nos cuidados do filho. CONCLUSÕES: É alta a prevalência de famílias nas quais o pai não tem envolvimento ativo no cuidado de seu filho, ocorrendo em especial quando a relação conjugal é problemática e a mãe não tem trabalho remuneradoOBJETIVO: Identificar factores asociados a la falta del envolvimiento activo del papá en los cuidados de niños a los cuatro meses. MÉTODOS: Se realizó estudio transversal involucrando familias de 153 niños de cuatro meses de edad, y se entrevistaron en sus casas por dos terapeutas de familias en Porto Alegre (Sureste de Brasil, 1998-2000. Además de involucrar al padre en los cuidados del lactante se examinaron características sociodemográficas, salud

  17. Prevalência de dispareunia na gravidez e fatores associados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabiana Flores Sperandio

    2016-03-01

    Full Text Available Resumo Objetivos: verificar a prevalência de dispareunia no terceiro trimestre gestacional e fatores associados. Métodos: foram avaliadas 202 puérperas. Para a coleta de dados foram utilizados um questionário sociodemográfico; questionário ICIQ-Short Form; questionário de constipação intestinal e, para a avaliação da dispareunia foram utilizadas as questões do questionário FSFI. Os dados foram analisados com os testes qui quadrado, U de Mann Whitney e teste de Wilcoxon, p<0,05. Resultados: a prevalência de dispareunia no 3º trimestre gestacional foi de 48,5% (n=98, enquanto antes da gestação era de 15,3% (n=31. Os fatores associados à dispareunia nesse período foram: constipação no terceiro trimestre da gestação (p=0,05; incontinência urinária no terceiro trimestre da gestação (p<0,001 e dispareunia antes da gestação (p=0,01. A média de idade das mulheres com dispareunia foi significativamente maior que as sem dispareunia (p=0,01. Conclusões: a prevalência da dispareunia é alta no período gestacional e esta associada a alterações das funções do assoalho pélvico, como presença de incontinência urinária e constipação, além da presença prévia de dispareunia.

  18. Fatores associados com a qualidade de vida de homens idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Darlene Mara dos Santos Tavares

    2013-06-01

    Full Text Available Inquérito domiciliário, transversal e analítico que objetivou descrever as características sociodemográficas, de saúde e a qualidade de vida de homens idosos e verificar os fatores socioeconômicos e de saúde associados à qualidade de vida. Participaram 804 homens idosos. Os dados foram coletados pelos instrumentos: Older Americans Resources and Services(OARS, World Health Organization Quality of Life - Bref (WHOQOL-BREF e Health Organization Quality of Life Assessment for Older Adults(WHOQOL-OLD. Foram realizados análise descritiva, teste t-Student, correlação de Pearson e regressão linear múltipla (p <0,05. Predominaram idosos com 60├ 70 anos, casados, 4├ 8 anos de estudo e renda de um salário mínimo. Os menores escores de qualidade de vida foram no domínio físico e na faceta autonomia e estiveram associados a ausência de companheira e de escolaridade, baixa renda, maior número de morbidades e incapacidade funcional. A incapacidade funcional foi o que mais influenciou a qualidade de vida, excetuando-se o domínio físico e a faceta intimidade.

  19. Qualidade da dieta de adolescentes e fatores associados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Loiva Lide Wendpap

    2014-01-01

    Full Text Available Analisar a qualidade da dieta de adolescentes pelo Índice de Qualidade da Dieta Revisado (IQD-R e os fatores associados. Foi realizado estudo transversal com 1.326 adolescentes de escolas públicas e privadas. O consumo alimentar foi obtido utilizando-se questionário de frequência alimentar. Utilizou-se razão de prevalência para avaliar a associação entre o IQD-R elevado (≥ percentil 75 e as variáveis independentes. Variáveis com valor de p <0,20 foram incluídas na regressão de Poisson. A média do IQD-R foi de 75,1 pontos (IC95%: 74,8-75,5. Tempo ≤ 2 horas diárias gasto em atividades sedentárias como assistir televisão, usar computador ou games; tempo ≥ 300 minutos por semana de atividade física e excesso de peso dos adolescentes foram associados a maiores pontuações do IQD-R. Estilo de vida saudável foi associado à dieta de melhor qualidade. Destaca-se a importância do incentivo à prática de atividade física, redução do número de horas diárias em atividades sedentárias e intervenção na prática alimentar dos adolescentes.

  20. Soroprevalência e fatores associados ao Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV e sífilis em presidiários do Estado de Pernambuco, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Cecília Cavalcanti de Albuquerque

    2014-07-01

    Full Text Available Os detentos apresentam maior vulnerabilidade ao HIV e outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST devido a fatores de risco como: compartilhamento de seringas e sexo desprotegido. O objetivo do presente trabalho foi determinar a soroprevalência e fatores de risco para o HIV-1/2 e sífilis entre presidiários do sexo masculino em Caruaru, Pernambuco, Brasil. Foi realizado um corte transversal no período de maio a julho de 2011, no qual 1097 detentos de uma penitenciária de Caruaru foram avaliados, por meio de entrevista e coleta de amostra de sangue para realização dos testes. A prevalência de infecção pelo HIV foi de 1,19% e de sífilis 3,92%. A associação com a infecção pelo HIV mostrou-se estatisticamente significante com uso de drogas injetáveis, homossexualismo e condição de transfusão (p < 0,05. Em relação à soropositividade para sífilis, fatores relacionados à vida sexual mostraram-se estatisticamente significante (p < 0,05. A população carcerária constitui um grupo de alto risco para as doenças pesquisadas. As taxas de prevalência aqui identificadas indicam a necessidade de implantação de programas de prevenção para que as mesmas não venham a se disseminar no âmbito desta população.

  1. Alterações neurocognitivas em pacientes com mielopatia associada ao HTLV-1/Paraparesia Espástica tropical: doença primária ou secundária a outros fatores associados?

    OpenAIRE

    Ana Paula Silva Champs

    2015-01-01

    A infecção pelo HTLV (Human T cell Lymphotropic virus) do tipo 1 não necessariamente gera um processo patológico em seus portadores. Diferentes fatores na interação vírus/hospedeiro determinarão se ocorrerá a doença e de que forma será, podendo comportar-se como manifestação hematológica ou inflamatória. Enquanto a mielopatia associada ao HTLV1 (HAM/TSP) é a manifestação neurológica mais frequente e já bem caracterizada na literatura, ainda são poucos os estudos que examinam a possibilidade d...

  2. Fatores associados ao bem-estar subjetivo de crianças e adolescentes em situação de rua = Factors associated with the subjective well-being of children and adolescents in street situation = Factores asociados con el bienestar subjetivo de los niños y adolescentes en situación de la calle

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lima, Rebeca Fernandes Ferreira

    2016-01-01

    Full Text Available Buscou-se caracterizar o bem-estar subjetivo de crianças e adolescentes em situação de rua de três capitais brasileiras: Fortaleza, Porto Alegre e Salvador, verificando os fatores a ele associados (idade, sexo, eventos estressores e rede de apoio. Participaram 111 jovens (M=14,18 anos; DP=2,4, sendo a maioria (n=90; 81,1% meninos. Utilizou-se o Inventário de Eventos Estressores, Mapa dos Cinco Campos, Escala de Satisfação de Vida e Escalas de Afeto Positivo e Negativo. Os participantes avaliaram positivamente a satisfação de vida e relataram mais afetos positivos que negativos, embora tenham vivenciado eventos estressores. Satisfação de vida associou-se negativamente com idade e afetos negativos associaram-se positivamente ao impacto dos eventos estressores e negativamente ao fator de proximidade da rede de apoio. Discute-se que as adversidades não afetaram a expressão de afetos positivos e satisfação de vida, bem como a importância da rede de apoio para promoção de bem-estar

  3. Uso de drogas psicotrópicas por estudantes: prevalência e fatores sociais associados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Meire Soldera

    2004-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Determinar a prevalência do uso pesado de drogas por estudantes de primeiro e segundo graus em uma amostra de escolas públicas e particulares, e identificar fatores demográficos, psicológicos e socioculturais associados. MÉTODOS: Trata-se de um estudo transversal com uma técnica de amostragem do tipo intencional comparando-se escolas públicas de áreas periféricas e centrais e escolas particulares. Foi utilizado um questionário anônimo de autopreenchimento. A amostra foi constituída por 2.287 estudantes de primeiro e segundo graus da cidade de Campinas, SP, no ano de 1998. Considerou-se uso pesado, o uso de drogas em 20 dias ou mais nos 30 dias que antecederam a pesquisa. Para análise estatística, utilizou-se a análise de regressão logística politômica - modelo logito, visando identificar fatores que influenciem este modo de usar drogas. RESULTADOS: O uso pesado de drogas lícitas e ilícitas foi de: álcool (11,9%, tabaco (11,7%, maconha (4,4%, solventes (1,8%, cocaína (1,4%, medicamentos (1,1%, ecstasy (0,7%. O uso pesado foi maior entre os estudantes da escola pública central, do período noturno, que trabalhavam, pertencentes aos níveis socioeconômicos A e B, e cuja educação religiosa na infância foi pouco intensa. CONCLUSÕES: Maior disponibilidade de dinheiro e padrões específicos de socialização foram identificados como fatores associados ao uso pesado de drogas em estudantes.

  4. Uso de drogas psicotrópicas por estudantes: prevalência e fatores sociais associados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Soldera Meire

    2004-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Determinar a prevalência do uso pesado de drogas por estudantes de primeiro e segundo graus em uma amostra de escolas públicas e particulares, e identificar fatores demográficos, psicológicos e socioculturais associados. MÉTODOS: Trata-se de um estudo transversal com uma técnica de amostragem do tipo intencional comparando-se escolas públicas de áreas periféricas e centrais e escolas particulares. Foi utilizado um questionário anônimo de autopreenchimento. A amostra foi constituída por 2.287 estudantes de primeiro e segundo graus da cidade de Campinas, SP, no ano de 1998. Considerou-se uso pesado, o uso de drogas em 20 dias ou mais nos 30 dias que antecederam a pesquisa. Para análise estatística, utilizou-se a análise de regressão logística politômica - modelo logito, visando identificar fatores que influenciem este modo de usar drogas. RESULTADOS: O uso pesado de drogas lícitas e ilícitas foi de: álcool (11,9%, tabaco (11,7%, maconha (4,4%, solventes (1,8%, cocaína (1,4%, medicamentos (1,1%, ecstasy (0,7%. O uso pesado foi maior entre os estudantes da escola pública central, do período noturno, que trabalhavam, pertencentes aos níveis socioeconômicos A e B, e cuja educação religiosa na infância foi pouco intensa. CONCLUSÕES: Maior disponibilidade de dinheiro e padrões específicos de socialização foram identificados como fatores associados ao uso pesado de drogas em estudantes.

  5. Fatores associados ao uso de preservativo masculino e ao conhecimento sobre DST/AIDS em adolescentes de escolas públicas e privadas do Município de São Paulo, Brasil Factors associated with condom use and knowledge about STD/AIDS among teenagers in public and private schools in São Paulo, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Laura B. Motta Martins

    2006-02-01

    Full Text Available Comparar o conhecimento sobre DST/AIDS e avaliar fatores associados ao conhecimento adequado e ao uso consistente do preservativo masculino, em adolescentes de escolas públicas e privadas do Município de São Paulo. Participaram 1.594 adolescentes entre 12 e 19 anos, de 13 escolas públicas e 5 privadas, que responderam um questionário sobre DST/AIDS e uso de preservativo. Calcularam-se as razões de prevalência com intervalo de confiança de 95%. O escore de conhecimento sobre DST teve o ponto de corte equivalendo a 50% de acerto. Os testes estatísticos foram qui-quadrado e Wilcoxon-Gehan. Realizou-se regressão múltipla de Poisson. O uso consistente de preservativo foi 60% nas escolas privadas e 57,1% nas públicas (p > 0,05 e esteve associado ao sexo masculino e menor nível sócio-econômico. O sexo feminino, maior escolaridade, escola privada, cor branca e estado marital solteiro associaram-se ao maior conhecimento sobre DST. Os adolescentes de escola pública e privada apresentam conhecimento adequado sobre prevenção de DST, entretanto esse conhecimento não determina adoção de atitudes efetivas de prevenção. Programas de conscientização sobre DST/AIDS devem ser ampliados visando minimizar as vulnerabilidades.This study aimed to compare knowledge about STD/AIDS and identify the factors associated with adequate knowledge and consistent use of male condoms in teenagers from public and private schools in the city of São Paulo, Brazil. We selected 1,594 adolescents ranging 12 to 19 years of age in 13 public schools and 5 private schools to complete a questionnaire on knowledge of STD/AIDS and use of male condoms. Prevalence ratios were computed with a 95% confidence interval. The score on STD knowledge used a cutoff point corresponding to 50% of correct answers. Statistical tests were chi-square and Poisson multiple regression. Consistent use of male condoms was 60% in private and 57.1% in public schools (p > 0.05 and was

  6. Fissuras orofaciais :freqüência e fatores associados

    OpenAIRE

    Luiz de Figueiredo Coutinho, André

    2007-01-01

    A fissura labial com ou sem fenda palatina associada é a má-formação não sindrômica da região craniofacial mais comum e a que acarreta mais transtornos ao seu portador e familiares. A complexa etiologia torna seu estudo particularmente difícil, mas há evidências de que fatores genéticos e ambientais estão envolvidos no seu aparecimento. Esta dissertação é composta por uma revisão de literatura e um artigo original. A revisão da literatura objetivou conduzir uma busca de artigos...

  7. Prematuridade dos recém-nascidos em Porto Alegre e seus fatores associados.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Talu Haubert da Silva

    2015-09-01

    Full Text Available Este estudo tem o objetivo de encontrar os fatores associados à prematuridade nos nascidos vivos em Porto Alegre, no ano de 2008, e estimar a prevalência da prematuridade nos anos de 2001 a 2008. Trata-se de um estudo transversal utilizando os dados do SINASC (Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos de Porto Alegre. Foram realizados os testes qui-quadrado e de tendência linear de Wald entre a variável dependente (prematuridade e as independentes. Para verificar a associação dos fatores estudados à prematuridade, realizou-se a análise de regressão de Poisson. Verificou-se que a prematuridade, em Porto Alegre, vem aumentando e, em 2008, foi de 9,9%. O risco de nascimento prematuro aumentou, em proporção inversa à do número de consultas de pré-natal (quanto menos consultas, maior o risco da prematuridade, e em mães com idade superior a 40 anos e naquelas submetidas ao parto cesáreo. Assim é possível indicar que o incentivo ao pré-natal e o desestímulo ao parto cesariano eletivo podem diminuir a prematuridade. Ainda é importante realizar mais pesquisas utilizando os bancos de dados disponíveis para indicar suas limitações e melhorar a qualidade dessas informações.

  8. Colesterol total e fatores associados: estudo de base escolar no sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mauren Lúcia de Araújo Bergmann

    2011-07-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Evidências têm sugerido que uma parcela importante de crianças e adolescentes apresenta níveis elevados de colesterol total. OBJETIVO: Estimar a prevalência de hipercolesterolemia e fatores associados em escolares de 7 a 12 anos de idade. MÉTODOS: Estudo transversal de base escolar de uma amostra aleatória composta por 1.294 escolares de 7 a 12 anos, de Caxias do Sul (RS. Os escolares responderam a uma entrevista com informações sobre nível socioeconômico, hábitos alimentares e hábitos de atividade física e de lazer. Foram realizadas medidas de colesterol total, de aptidão cardiorrespiratória, de massa corporal, estatura para o cálculo do índice de massa corporal. Para o tratamento dos dados foram utilizadas as análises univariada, bivariada e multivariada. RESULTADOS: A análise multivariada identificou que indivíduos com o nível socioeconômico alto (OR: 1,70; IC: 1,05-2,75, do sexo feminino (OR: 1,32; IC: 1,03-1,67, e com excesso de peso (OR: 1,40; IC: 1,10-1,77 apresentam chances aumentadas de terem colesterol total aumentado (> 3º tercil. CONCLUSÃO: Elevados níveis de colesterol total em escolares de 7 a 12 anos estão associados ao nível socioeconômico alto, ao sexo feminino e ao excesso de peso. O incentivo a um estilo de vida ativo e a hábitos alimentares adequados pode auxiliar no controle dos níveis de colesterol e diminuir os fatores de risco.

  9. Fatores associados ao início da vida sexual de adolescentes matriculados em uma unidade de saúde da família da zona leste do Município de São Paulo, Brasil Factors associated with sexual debut among adolescents enrolled in a family health unit in East Side São Paulo, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Luiza Vilela Borges

    2007-07-01

    Full Text Available Com o objetivo de analisar os aspectos individuais e familiares associados ao início da vida sexual, foram entrevistados, entre junho e dezembro de 2002, 383 adolescentes solteiros entre 15 e 19 anos de idade, residentes na área de abrangência de uma unidade de saúde da família da zona leste do Município de São Paulo, Brasil. Os dados foram analisados por meio de regressão logística múltipla separadamente para homens e mulheres. Os resultados mostraram que o namoro e a idade foram associados ao início da vida sexual dos adolescentes. No entanto, somente entre os homens, observou-se como fatores associados variáveis relacionadas aos pais e mães e, apenas entre as mulheres, variáveis relacionadas à propriedade do domicílio e aos irmãos. Dessa forma, o namoro e as questões familiares, tais como os valores parentais no tocante às práticas sexuais de adolescentes e a presença de irmão(ã que já passou por gravidez antes de uma união, são aspectos que necessitam ser incorporados na formulação de políticas de saúde reprodutiva e sexual voltadas aos adolescentes, pois mostraram ser determinantes na iniciação sexual dos jovens entrevistados.This study aimed to analyze the individual and family factors associated with sexual debut among adolescents. From June to December 2002, a cross-sectional study was conducted with 383 15-19-year-old single adolescents enrolled in a family health unit on the East Side of the city of São Paulo, Brazil. Multiple logistic regression analysis was conducted separately for males and females. Dating and age were positively associated with sexual debut for both boys and girls. Parental factors were only associated with male sexual debut, while factors related to siblings and housing were only associated with female sexual debut. Thus, dating and family factors like parents' opinions on sexual practices in adolescence and having a sibling with a history of teenage pregnancy are aspects that need

  10. Fatores de risco associados aos problemas dos leitões na fase de creche em rebanhos da região Sul do Brasil Risk factors associated with post-weaning pigs problems in herds of South region of Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    N. Morés

    2000-06-01

    Full Text Available Um experimento de pesquisa epidemiológica observacional foi realizado em 65 rebanhos da região Sul do Brasil, com o objetivo de identificar o conjunto de fatores de risco que melhor explicam a ocorrência de problemas com os leitões na fase de creche. Em cada rebanho acompanhou-se um lote de leitões durante as primeiras três semanas após o desmame, sendo avaliadas variáveis ligadas às instalações, à nutrição, ao manejo, ao ambiente e à saúde dos leitões. Na análise estatística dos dados foram utilizados métodos descritivos e multidimencionais. As variáveis objetivas usadas para descrever os problemas dos leitões na fase de creche foram: ganho de peso diário, coeficiente de variação do peso dos leitões aos 21 dias após o desmame, ocorrência de diarréia no lote, taxa de mortalidade e o uso de medicamentos curativos contra diarréia. Com essas variáveis elaborou-se uma variável sintética que discriminava as granjas em três categorias: boas, intermediárias e ruins. Dentre as variáveis explicativas, foram identificados 10 fatores de risco que melhor discriminaram os rebanhos estudados quanto a ocorrência de diarréia, mortalidade e desempenho dos leitões na fase de creche. Com isso, foi possível elaborar o perfil de granjas com alta tendência de apresentarem problemas com os leitões na fase de creche. Conclui-se que em muitos rebanhos da região Sul do Brasil existem vários fatores de risco que favorecem a ocorrência de problemas com os leitões na fase de creche, alguns deles sendo conseqüência da fase de maternidade.Epidemiological essay was carried out in 65 herds of southern Brazil, with the objective to identify risk factors that better explain the occurrence of problems with the pigs during post-weaning phase. In each herd, a batch of pigs was followed during the first three post-weaning weeks, when variables like building conditions, nutrition, management, environment and health were taken into

  11. Fatores imunogenéticos associados ao diabetes mellitus do tipo 1 Factores inmunogenéticos asociados a la diabetes mellitus tipo 1 Immunogenetic factors associated with type 1 diabetes mellitus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Paula Morais Fernandes

    2005-10-01

    Full Text Available O diabetes mellitus do tipo 1 tem sido considerado uma doença auto-imune órgão-específica, decorrente da destruição seletiva das células betapancreáticas. Apresenta patogenia complexa, envolvendo a participação de vários fatores, dentre esses a susceptibilidade imunogenética com forte associação aos genes de histocompatibilidade (HLA, eventos ambientais e resposta auto-imune com presença de auto-anticorpos e/ou linfócitos auto-reativos, culminando em anormalidades metabólicas. Neste estudo, a revisão da literatura descreve os mecanismos pelos quais determinados fatores conferem susceptibilidade para o seu desencadeamento e, adicionalmente, as inovações na predição dessa desordem que, certamente, contribuirão para a assistência de enfermagem aos pacientes portadores do diabetes tipo 1.La Diabetes Mellitus tipo 1 ha sido considerada una enfermedad autoinmune órgano-específica debido a la destrucción selectiva de las células beta pancreáticas. Presenta una patogenia compleja, involucrando la participación de varios factores, entre esos la susceptibilidad inmunogenética con fuerte asociación a los genes de histocompatibilidad (HLA, eventos ambientales y respuesta autoinmune con presencia de auto-anticuerpos y/o linfocitos auto-reactivos, culminando en anormalidades metabólicas. En este estudio, la revisión de la literatura describe los mecanismos por los cuales determinados factores resultan en susceptibilidad para su desarrollo y, adicionalmente, las innovaciones en la predicción de ese desorden que, por cierto, van a contribuir para la atención de enfermería a los pacientes portadores de la diabetes tipo 1.Type 1 diabetes mellitus has been considered an organ-specific autoimmune disease derived from the selective destruction of pancreatic beta cells. It presents a complex pathogenesis, involving the participation of several factors, including the immunogenetic susceptibility with strong association to

  12. Prevalência e fatores associados aos transtornos mentais comuns em residentes médicos e da área multiprofissional Prevalence and factors associated with commom mental disorders in medical and multiprofessional health residents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carla Novaes Carvalho

    2013-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Determinar a prevalência de transtornos mentais comuns (TMC e sua associação a fatores sociodemográficos e profissionais em residentes de medicina, enfermagem, nutrição e saúde coletiva da cidade do Recife (PE. MÉTODOS: Estudo transversal foi conduzido, em 2007, envolvendo uma amostra aleatória de 178 residentes que responderam a questões sociodemográficas e sobre a formação profissional e ao Self-Reporting Questionnaire (SRQ-20. Calcularam-se as prevalências de TMC e estimaram-se as razões de prevalência (RP e os intervalos de confiança. RESULTADOS: A prevalência total dos TMC foi de 51,1% e não se observou associação aos fatores sociodemográficos. A prevalência do evento foi 39% maior nos médicos que nos não médicos (p = 0,049 e 46% maior em residentes médicos das especialidades cirúrgicas que entre os de enfermagem, nutrição e saúde coletiva (p = 0,048. Cinco das queixas do SRQ-20 foram mais frequentes no sexo feminino (p OBJECTIVE: To determine the prevalence of common mental disorders (CMD and its association with sociodemographics and professionals resident in medicine, nursing, nutrition and public health from the city of Recife (PE. METHODS: A survey was conducted in 2007, involving a random sample of 178 residents, who responded to question about sociodemographics and professional training and the Self-Reporting Questionnaire (SRQ-20. The prevalence of CMD were calculated, also prevalence ratios (PR and confidence intervals were estimated. RESULTS: The overall prevalence of CMD was 51.1%, and there was no association with sociodemographics factors. The prevalence of the event was 39% higher among the physicians than in the non-medical (p = 0,049 and 46% greater in the surgical specialties medical residents than among nursing, nutrition and public health (p = 0,048. Five of the SRQ-20 items were more frequent in female (p < 0,05. CONCLUSION: These findings indicate the high magnitude of CMD in

  13. Fatores associados ao excesso de peso em crianças de uma favela do Nordeste brasileiro Variables associated with overweight in children from a shantytown in the Northeast of Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pollyanna Patriota Siqueira

    2009-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Determinar a frequência e os principais fatores associados a sobrepeso e obesidade em crianças moradoras de uma favela do Nordeste do Brasil. MÉTODOS: Estudo transversal com amostra de 86 crianças (40 eutróficas e 46 sobrepeso/obesas, com idade entre cinco e nove anos, selecionadas em um universo de 508 crianças nesta faixa etária, avaliadas e cadastradas na Unidade de Saúde da Família (USF. Para definição de sobrepeso/obesidade, foram utilizados os pontos de corte estabelecidos por Cole et al. Pesquisaram-se variáveis biológicas, socioeconômicas, hábitos alimentares, tempo em frente à televisão e sedentarismo. Para a análise dos dados foram empregados os testes de associação, sendo significante pOBJECTIVE: To determine the frequency and the main factors associated with overweight and obesity in children living in a slum area in the northeast of Brazil. METHODS: This cross-sectional study was conducted with a sample of 86 children (40 eutrophic and 46 overweight/obese aged 5 to 9 years selected among 508 children in this age group evaluated and registered in the Family Health Unit (Unidade Saúde da Família, USF. Overweight/obesity were defined according to the cutoff points established by Cole et al were used. Biological and socioeconomic variables, dietary habits, time spent on television, and sedentary habits were analyzed. Association tests were conducted to analyze the data. Significance was set at p < 0.05. RESULTS: The prevalence of overweight/obesity among the 508 children was 13%. Excessive calorie intake, consumption of artificially sweetened drinks, and sedentary habits were significantly associated with overweight and obesity. CONCLUSIONS: The prevalence of overweight/obesity was high in the group assessed and it was associated with excessive calorie intake, consumption of artificially sweetened drinks and sedentary lifestyle. These factors should be taken into consideration in the planning and

  14. Fatores associados com anemia ferropriva em crianças menores de 6 meses

    OpenAIRE

    Fabiola Figueiredo Nejar

    2007-01-01

    Resumo: O presente estudo analisou os fatores associados à anemia infantil e materna, tempo de clampeamento do cordão umbilical e duração do aleitamento materno exclusivo. Utilizou-se uma coorte com 513 crianças, selecionadas no Hospital Estadual de Sumaré, avaliadas em dois momentos (parto/alta e seguimento aos 150 dias). Encontramos 16,9% das mulheres que apresentaram anemia durante a gestação, porém essa proporção é bem menor após 150 dias do parto (1,7%). Já a análise do sangue de cordão ...

  15. Fatores de risco associados a falhas de concepção ao primeiro serviço em vacas leiteiras de alta produção = Risk factors associated with failure of first breeding pregnancy in dairy cows

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Humberto Corassin

    2009-07-01

    Full Text Available Este estudo investigou os fatores de riscos para falhas na concepção ao primeiro serviço pós-parto (CPS. Vacas Holandesas (n = 427 tiveram seu desempenho reprodutivo, sanitário e nutricional acompanhados do período pré-parto até a CPS, sendo registrados as ocorrências de doenças e os escores de condição corporal (ECC, no pré e pós-parto, e as composições do leite. Análises de regressão logística foram utilizadas para se modelar os fatores de risco e na associação entre os diversos riscos para sucesso ou falha naCPS. As variáveis ordenadas foram: número da lactação, época do ano ao primeiro serviço, ocorrência de doenças no periparto (DP, relação entre as porcentagens de gordura e proteína do leite (RGP e alterações no ECC. Animais primíparos apresentaram maior chance de sucesso ao primeiro serviço do que os multíparos. Vacas cobertas no inverno apresentaram, aproximadamente, cinco vezes mais chances de CPS do que as cobertas no verão. Animais com DP tiveram menor sucesso de concepção que os animais sadios. Vacas com melhor condição ruminal, determinada pela RGP, tiveram melhor concepção do que vacas com RGP reduzida. O ECC, adequado nas diferentes fases produtivas, demonstrou ser importante ferramenta para se identificar vacas com risco de insucesso na CPS.This study investigated the risk factors for failure in the conception to the first postparturition service (CFS. Holstein cows (n = 427 had their reproductive, health and nutritional status monitored from the period of pre-parturition to the CFS. Occurrence of diseases and body condition scores (BCS, at pre- and post-parturition, as well as milk composition, were recorded. Logistic regression models were used to isolate the risk factors and associations among the several risks for success or failure in CFS. The variables studied were lactation number, season of the first service, occurrence of peripartum diseases (PD, ratio of fat and protein of

  16. Fatores associados as dificuldades de adultos na mastigacao

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela de Rossi Figueiredo

    2013-12-01

    Full Text Available OBJETIVO : Estimar a prevalência de dificuldade de adultos na mastigação, segundo sexo, e analisar os fatores associados. MÉTODOS : Estudo transversal de base populacional com adultos de 20 a 59 anos de idade (n = 2.016, de Florianópolis, SC, em 2009, por meio de amostragem em dois estágios, setores censitários e domicílios. A dificuldade na mastigação foi investigada por meio de pergunta sobre dificuldade de mastigação devida a problemas com os dentes ou dentadura. Analisaram-se os fatores  demográficos, socioeconômicos, utilização dos serviços de saúde para consulta odontológica e condição bucal autorreferida. Foi realizada regressão logística multivariável, estratificada por sexo. RESULTADOS : A taxa de resposta foi de 85,3% (n = 1.720. A prevalência de dificuldade na mastigação foi de 13,0% (IC95% 10,3;15,8 e 18,0% (IC95% 14,6;21,3 em homens e em mulheres, respectivamente. Mulheres e homens com 50 anos ou mais, aqueles com dez dentes naturais ou menos e os que manifestaram dor dentária tiveram mais chance de apresentar dificuldade na mastigação. O efeito conjunto da perda e da dor na dificuldade na mastigação foi cerca de quatro vezes maior entre as mulheres. CONCLUSÕES : A magnitude das associações entre variáveis socioeconômicas, demográficas e de condição bucal autorreferidas foi diferente para homens e mulheres, em geral maiores para as mulheres, destacando-se a dor dentária. Os resultados sugerem que o impacto das condições bucais varia segundo o sexo.

  17. Fatores associados à exposição ocupacional com material biológico entre profissionais de enfermagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nádia Bruna da Silva Negrinho

    Full Text Available RESUMO Objetivo: identificar os fatores associados à exposição ocupacional com material biológico entre profissionais de enfermagem. Método: estudo transversal, realizado em um hospital, de alta complexidade, do interior do Estado de São Paulo, Brasil. Foram entrevistados profissionais de enfermagem no período de março a novembro de 2015. Todos os aspectos éticos foram contemplados. Resultado: dentre 226 profissionais entrevistados, 17,3% sofreram exposição ocupacional com material biológico potencialmente contaminado, sendo 61,5% por via percutânea. Fatores, como a faixa etária (p=0,003, a experiência na enfermagem (p=0,015 e na instituição, (p=0,032 estiveram associados ao acidente. Conclusão: a maior parte dos acidentes com material biológico entre os profissionais de enfermagem ocorreu por via percutânea sendo que a idade, experiência profissional e na instituição compreenderam fatores associados à exposição ocupacional.

  18. Fatores associados a infeccao pelo uso do cateter central de insercao periferica em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elysangela Dittz Duarte

    2013-06-01

    Full Text Available Estudo epidemiológico, longitudinal e analítico, desenvolvido em um hospital de Minas Gerais, com o objetivo de analisar os fatores associados à infecção pelo uso do cateter central de inserção periférica em recém-nascidos internados em unidade de terapia intensiva. A coleta dos dados foi realizada por meio de uma ficha estruturada, preenchida pelos profissionais e verificada pelos pesquisadores. Foram estudados 291 cateteres inseridos em 233 recém-nascidos. Os fatores associados à retirada por suspeita de infecção foram: prematuridade, peso ao nascer até 1.500 gramas, cateter de poliuretano, localização não centralizada do cateter e tempo de uso superior a 30 dias. Após ajuste multivariado, permaneceram independentemente associados: peso inferior a 2.500 gramas na inserção, reparo e tempo de uso do cateter. Conclui-se que fatores relacionados à prática dos profissionais contribuíram para a retirada dos cateteres, sinalizando para a necessidade de intervenções que melhorem a segurança e a eficácia em seu uso.

  19. Fatores associados ao desenvolvimento mental e motor de crianças de quatro creches públicas de Recife, Brasil Factors associated with mental and psychomotor development of infants in four public day care centers in the municipality of Recife, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sophie Helena Eickmann

    2009-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar os fatores associados aos índices de desenvolvimento mental e motor em lactentes que frequentam creches da rede municipal em Recife. MÉTODOS: Estudo de corte transversal realizado entre fevereiro e abril de 2005 em uma amostra de 108 crianças com idade entre quatro e 24 meses, pertencentes a quatro creches municipais do Recife. O desenvolvimento mental e motor foi avaliado pela Escala de Desenvolvimento Infantil de Bayley II. Por meio de entrevistas às mães, foram obtidas informações sobre as condições socioeconômicas e demográficas das famílias e as características biológicas das crianças ao nascer (peso, sexo e idade gestacional. O estado nutricional foi avaliado através dos índices peso/idade, comprimento/idade, peso/comprimento e da concentração de hemoglobina. RESULTADOS: As médias dos índices de desenvolvimento mental e motor foram 88±11 e 95±12 pontos, respectivamente. A idade gestacional apresentou associação significativa com o desenvolvimento mental e motor e o peso ao nascer e o estado nutricional atual, avaliado pelo índice peso/comprimento, se associaram ao desenvolvimento motor. CONCLUSÕES: As crianças analisadas apresentaram desenvolvimento neuropsicomotor ainda na faixa de normalidade, mas aquém do esperado para a idade, comparado a populações de referência em países desenvolvidos. Os fatores associados ao baixo desempenho do desenvolvimento nessa população estão relacionados aos fatores biológicos, destacando-se os déficits nutricionais, cuja redução deve ser uma prioridade para gestores em saúde e educação.OBJECTIVE: To identify factors associated with mental and psychomotor development of infants enrolled at public day care centers of Recife, Pernambuco, Brazil. METHODS: This is a cross-sectional study conducted with 108 infants aged four to 24 months attending four public day care centers of the Municipality of Recife from February to April 2005. Mental and

  20. Fatores associados ao sedentarismo no lazer em idosos, Campinas, São Paulo, Brasil Variables associated with sedentary leisure time in the elderly in Campinas, São Paulo State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Paula do Amaral Zaitune

    2007-06-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi conhecer a prevalência de sedentários no lazer (que referem não praticar nenhum exercício físico no lazer ao menos uma vez por semana em idosos de Campinas, São Paulo, Brasil, segundo fatores demográficos e sócio-econômicos, outros comportamentos relacionados à saúde e à presença de morbidades. Trata-se de um estudo transversal, de base populacional, com amostragem em múltiplos estágios. A análise dos dados levou em conta o desenho amostral. A prevalência de sedentários foi 70,9%, sendo que as razões de prevalências foram significativamente maiores que um para os idosos de menor renda (1,31: 1,11-1,55, tabagistas (1,39: 1,23-1,57, com transtorno mental comum (1,20: 1,04-1,39 e do sexo feminino (1,16: 1,00-1,35. A prevalência de caminhada foi 23,5%, seguida por ginástica ou musculação (3,8% e por natação ou hidroginástica (3,6%. Os resultados apontam para a necessidade do desenvolvimento de ações globais com respeito aos comportamentos relacionados à saúde. Atenção especial deve ser dada aos idosos do sexo feminino, àqueles com transtorno mental comum e aos de menor nível sócio-econômico a fim de garantir eqüidade em relação às práticas de promoção da saúde.The objective of this study was to identify the prevalence of sedentary leisure time (no type of leisure-time exercise once a week or more among the elderly in the city of Campinas, São Paulo State, Brazil, according to demographic and socioeconomic factors, other health-related behaviors, and the presence of morbidity. This was a population-based cross-sectional study with multiple-stage sampling. Data analysis considered the sample design. Prevalence of sedentary leisure time was 70.9%, and the prevalence ratio was significantly higher than 1.0 for the elderly with lower socioeconomic status (1.31: 1.11-1.55, smokers (1.39: 1.23-1.57, those with common mental disorders (1.20: 1.04-1.39, and females (1.16: 1

  1. Fatores associados com a dificuldade no acesso de idosos com deficiência aos serviços de saúde Factors associated with difficulty of access of the elderly with disabilities to the health services

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabienne Louise Juvêncio dos Santos Amaral

    2012-11-01

    Full Text Available Este estudo propõe analisar quais variáveis se associam com a dificuldade no acesso de idosos com deficiência aos serviços de saúde. Trata-se de um estudo observacional analítico de caráter transversal, com uma amostra de 244 idosos com deficiência. Foram agrupados dados pertinentes ao perfil socioeconômico, à caracterização da deficiência e às condições de acessibilidade aos serviços de saúde. Para análise estatística descritiva e analítica dos dados, foi utilizado o software Statistical Package for the Social Science, versão 11.0. As variáveis de proteção para a dificuldade em ser atendido nos serviços de saúde foram: ausência de esgotos, bueiros, dejetos, sacos de lixos, ou pisos quebrados; ausência de degraus nas calçadas e existência de calçamento; presença de transporte; facilidade na marcação de consultas; e o baixo tempo de espera para ser atendido. O somatório dos fatores expostos mostra que as barreiras arquitetônicas e situação atual de atenção à saúde precisam ser adequadas, visando o ingresso e utilização plena dos idosos com deficiência aos serviços de saúde.This study seeks to analyze which are the variables associated with the difficulty of elderly people with disabilities gaining access to the health services. This is an observational study of an analytical cross-sectional nature, with a sample of 244 elderly people with disabilities. Data relating to socio-economic profile, the nature of the disability, and the conditions of access to health services were gathered. Version 11.0 of the Statistical Package for the Social Sciences software was used for descriptive, statistical and analytical assessment of the data. The protection variables for difficulties in being treated in the health services were: the lack of drains, culverts, trash, bags of refuse, or irregular floor surfaces; the absence of ramps on sidewalks and pavements; the availability of transport; ease in scheduling

  2. FREQUÊNCIA DA DIÁSTASE ABDOMINAL EM PUÉRPERAS E FATORES DE RISCO ASSOCIADOS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Danielle Cristina Barbosa de Luna

    2012-12-01

    Full Text Available Introdução: Na gestação ocorrem expressivas transformações fisiológicas no organismo materno. Alterações hormonais associados ao crescimento uterino podem provocar o estiramento da musculatura abdominal, aumentando a linha da cintura e o alongamento do músculo reto abdominal, causando a formação da diástase dos músculos retos abdominais. Objetivos: Avaliar a frequência e as medidas da diástase abdominal no puerpério imediato e identificar fatores de risco associados. Metodologia: Uma análise de freqüência através de corte transversal foi realizada entre julho de 2010 a junho de 2011, envolvendo 89 puérperas do Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira (IMIP. Os dados foram coletados através de um questionário, onde utilizou-se os fatores associados à diástase abdominal: idade materna, peso e IMC materno, realização de atividade física, tipo de parto, diabetes, hipertensão e peso do neonato, além da mensuração da diástase abdominal. Resultados: Mulheres submetidas ao parto cesáreo apresentaram maiores valores de diástase abdominal quando comparadas aquelas que fizeram parto normal (p. Conclusões: Características maternas como o peso, bem como seu IMC e a presença de hipertensão, além do peso do neonato e o parto cesáreo são fatores que podem estar associados à frequência e a valores maiores da diástase abdominal. Palavras-chave: Diástase. Reto do abdome. Período Pós-Parto.

  3. Fatores associados à fluorose dentária = Factors associated with dental fluorosis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rigo, Lilian

    2010-01-01

    Full Text Available Objetivo: Avaliar a prevalência e a severidade da fluorose dentária e verificar os fatores associados em adolescentes de escolas com atividades coletivas de promoção em saúde bucal. Metodologia: A amostra foi composta de 535 escolares de 12 e 15-19 anos moradores de um município da Região Sul do Brasil. Para a coleta de dados foram realizados exames clínicos utilizando o índice de Dean. As variáveis exploratórias demográficas, socioeconômicas, de acesso a serviços odontológicos e de hábitos de higiene bucal foram coletadas utilizandose um questionário semi-estruturado. Os dados foram analisados por análise de regressão logística múltipla. Resultados: A prevalência de fluorose dentária foi de 25%, sendo que o grau predominante foi o muito leve (18,3%. A fluorose foi associada ao sexo feminino (OR=1,55; IC95%1,03-2,32. Beber água de poço artesiano ou engarrafada foi um fator de proteção para fluorose no grupo de escolares investigado (OR=0,51; IC95% 0,27-0,95. Conclusão: A prevalência de fluorose dentária nos escolares desta amostra foi elevada, porém sua severidade foi baixa. A água ingerida e o sexo foram associados à fluorose dentária no modelo testado

  4. Fatores associados ao abandono de acompanhamento ambulatorial em um serviço de assistência especializada em HIV/aids na cidade do Rio de Janeiro, RJ Factors associated with HIV/AIDS treatment dropouts in a special care unit in the City of Rio de Janeiro, RJ, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Louise Bastos Schilkowsky

    2011-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Este estudo visou a identificar fatores associados ao abandono do serviço de saúde por pacientes com HIV/aids. MÉTODOS: O estudo foi desenvolvido no Serviço de Assistência Especializada de um hospital universitário do Rio de Janeiro, considerando uma amostra estratificada de pacientes adultos, incluindo todos os casos de abandono (155 e 44,0% dos 790 casos em acompanhamento regular. Análises bivariadas visaram a identificar associações entre o abandono do serviço de saúde e variáveis demográficas, socioeconômicas e clínicas. Um modelo de regressão logística e um modelo de Cox foram utilizados para a identificação dos efeitos independentes das variáveis explicativas sobre o risco de abandono, no segundo caso incorporando a informação sobre a ocorrência do desfecho no decorrer do tempo. RESULTADOS: Os pacientes tinham em média 35 anos, sendo predominantemente do sexo masculino (66,4% e de nível socioeconômico baixo (45%. Em ambos os modelos, mostraram-se consistentemente associados ao risco de abandono estar desempregado ou possuir vínculo instável, usar drogas ilícitas e ter antecedentes psiquiátricos - associação positiva; e idade, ter o diagnóstico de aids e ter usado vários esquemas antirretrovirais - associação negativa. Na regressão logística, mostrou-se também positivamente associado à ocorrência de abandono o tempo entre o diagnóstico e a primeira consulta, enquanto no modelo Cox, o hazard de ocorrência de abandono mostrou-se positivamente associado a ser solteiro e negativamente associado a ter nível de escolaridade mais elevado. CONCLUSÕES: Os resultados deste trabalho permitem a identificação de pacientes com HIV/aids mais vulneráveis ao abandono do serviço de saúde.OBJECTIVE: This study aimed to identify factors associated with the health care of patients with HIV/AIDS who drop out. METHODS: The study was developed in a specialized health care unit of a University hospital in

  5. Fatores associados à dislipidemia em crianças de 4 a 7 anos de idade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Taís Cristina Araújo Magalhães

    2015-02-01

    Full Text Available Objetivo: Avaliar o perfil lipídico e fatores associados à dislipidemia em crianças. Métodos: Estudo transversal que avaliou crianças de 4 a 7 anos acompanhadas nos primeiros meses de vida por um Programa de Extensão da Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais. Foram consideradas as dosagens de colesterol total, lipoproteína de alta densidade, lipoproteína de baixa densidade e triglicerídeos. Foram estudadas variáveis possivelmente associadas ao perfil lipídico, sendo elas variáveis maternas, sociodemográficas e aquelas associadas à criança. Foram realizadas análises bivariada e multivariadas, sendo as últimas por meio de regressão logística múltipla. Resultados: A amostra foi constituída por 185 crianças, de ambos os sexos. Observou-se que 46,5% (n=86 apresentaram valores aumentados de colesterol total, 9,2% (n=17 de lipoproteína de baixa densidade e 4,9% (n=9 de triglicerídeos. Com relação à lipoproteína de alta densidade, 35,1% (n=65 apresentaram valores abaixo do desejável. Demonstrou associação independente com o perfil lipídico das crianças a renda per capita, escolaridade materna e idade materna (associando-se à lipoproteína de baixa densidade e o excesso de peso, que se associou a maiores prevalências de alterações em triglicerídeos. Conclusão: Foram observadas altas prevalências de dislipidemias. Condições sociodemográficas e estado nutricional demonstraram influenciar, também em crianças, a ocorrência de dislipidemias, as quais são citadas como fatores de risco para as doenças cardiovasculares. Revela-se a importância de se estudar esses fatores desde a infância, realizando-se estudos com outras faixas etárias que verifiquem a prevalência e fatores associados, de forma a promover o cuidado com a saúde desse grupo populacional.

  6. Fatores associados à enterocolite necrosante Factors associated with necrotizing enterocolitis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Teresa Campos Vieira

    2003-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar as formas de apresentação clínica da enterocolite necrosante neonatal e os fatores associados à doença. MÉTODOS: estudo retrospectivo dos casos de enterocolite necrosante neonatal (ECN (n = 56 ocorridos na UTI Neonatal Lagoa, entre dezembro de 1986 e julho de 1992. O diagnóstico e estadiamento da doença seguiram o critério de Bell modificado. Foram avaliados o diagnóstico e a evolução de todos os casos. Posteriormente, foram selecionados os casos de enterocolite grau II e III (n =44 e comparados com um grupo controle (n = 44, selecionado pelo peso de nascimento (± 250g e época de internação (± 2 semanas. Para a análise estatística, foi considerado significante p OBJECTIVE: to evaluate the features of clinical presentation of neonatal necrotizing enterocolitis and its associated factors. METHODS: retrospective study of the cases of neonatal necrotizing enterocolitis (n = 56 diagnosed at Neonatal Intensive Care Unit Lagoa (NICU, between December 1986 and July 1992. Diagnosis and stages of the disease followed the modified Bell's criteria. Diagnosis and follow-up of all cases were evaluated. The cases of enterocolitis - degrees II and III (n = 44 - were subsequently selected and compared to a case-control group (n = 44, selected according to birthweight ( 250 g and hospitalization period ( 2 weeks. The statistically significant analysis was considered as p < 0.05. RESULTS: out of 2,447 newborns admitted to the NICU, 56 (2.3% presented enterocolitis. Mean weight was 1908.5 g; mean gestational age was 35 weeks and 1 day; mean period for diagnosis was 10.7 days; 51 (91.1% patients were fed before diagnosis; 18 (32.1% needed urgent surgery; nine (16.9% hemocultures were positive; 10 (17.8% patients died. Four clinical standards were observed: fulminant, acute with pneumatosis, insidious and suspect. Comparatively to the case-control group, three factors were significantly associated with enterocolitis: apnea (p = 0

  7. Alimentos complementares e fatores associados ao aleitamento materno e ao aleitamento materno exclusivo em lactentes até 12 meses de vida em Itapira, São Paulo, 1999 Complementary feeding and factors associated to breast-feeding and exclusive breast-feeding among infant up to 12 months of age, Itapira, São Paulo, 1999

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Celene Aparecida Ferrari Audi

    2003-03-01

    Full Text Available OBJETIVOS: analisar as práticas alimentares no primeiro ano de vida e fatores associados ao aleitamento materno e ao aleitamento materno exclusivo, no município de Itapira, SP. MÉTODOS: inquérito realizado em 1999 com 679 lactentes menores de 12 meses no Dia Nacional de Vacinação como parte do projeto Amamentação & Municípios. A associação entre o aleitamento e as variáveis independentes condições de nascimento, uso de mamadeira, chupeta e característica maternas, foi verificada por meio de regressão logística múltipla. RESULTADOS: a idade média da mãe foi de 25,5 anos, sendo 41,8% primíparas e 51,7% dos partos cirúrgicos. O peso médio ao nascer foi de 3.223g. Observou-se que 98,1% dos lactentes foram amamentados nos primeiros 30 dias, porém houve introdução precoce de chá, água e outros leites. A prevalência do aleitamento materno exclusivo foi de 64,8% no primeiro mês, caindo para 45% e 30,1% aos quatro e seis meses, respectivamente. Aos 12 meses 61,6% dos lactentes eram amamentados. As variáveis associadas ao desmame foram: usar chupeta (OR 5,58; IC95%: 3,94 -7,89, baixo peso ao nascer (OR 2,74; IC95%: 1,46 - 5,13 e hospital de nascimento (OR 1,76; IC95%: 1,22 - 2,52. Para interrupção da amamentação exclusiva, nos primeiros seis meses, os resultados foram: usar chupeta (OR 4,41; IC95%: 2,57 - 7,59 e parto cesárea (OR 1,78; IC95%: 1,09-2,91. CONCLUSÕES: a prevalência observada, do aleitamento materno e aleitamento materno exclusivo, ainda está distante das atuais recomendações da OMS.OBJECTIVES: to analyze feeding practices in the first year of life and factors associated to breast-feeding and exclusive breast-feeding in the municipality of Itapira. METHODS: survey performed in 1999 with 679 infants under twelve months old in the National Vaccination Day as part of the Project Breast-Feeding & Municipalities. Association between breast-feeding and independent variables of birth conditions, bottle use

  8. Fatores associados à recidiva em hanseníase em Mato Grosso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silvana Margarida Benevides Ferreira

    2011-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar fatores associados à ocorrência de recidiva em hanseníase. MÉTODOS: Estudo retrospectivo caso-controle com 159 pacientes maiores de 15 anos diagnosticados com hanseníase em cinco municípios do estado de Mato Grosso, cujas unidades de saúde eram consideradas de referência para o atendimento. O grupo de casos incluiu 53 indivíduos com recidiva de 2005 a 2007 e foi comparado ao grupo controle (106 com alta por cura em 2005, pareados por sexo e classificação operacional. Foram usados dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação, prontuários e entrevistas. Utilizou-se regressão logística condicional e abordagem hierárquica. RESULTADOS: Após análise ajustada, mostraram-se associados à ocorrência de recidiva: indivíduos residentes em casas alugadas (OR = 4,1; IC95%:1,43;12,04, em domicílio de madeira/taipa (OR = 3,2; IC95%: 1,16;8,76, que moravam com mais de cinco pessoas (OR = 2,1; IC95% : 1,03;4,36, com transtorno de uso de álcool (OR = 2,8; IC95%: 1,17;6,79, irregularidade do tratamento (OR = 3,8;IC95%: 1,44;10,02, sem esclarecimento sobre a doença/tratamento (OR = 2,6; IC95%: 1,09;6,13, que usavam transporte coletivo para o acesso à unidade de saúde (OR = 5,5; IC95%: 2,36;12,63, forma clínica da doença (OR = 7,1; IC95%: 2,48;20,52 e esquema terapêutico (OR = 3,7; IC95%: 1,49;9,11. CONCLUSÕES: Os fatores preditivos de recidiva relacionam-se com condições de moradia, hábitos de vida, organização dos serviços de saúde, formas clínicas e esquemas terapêuticos. Cabe aos serviços de saúde oferecer orientações adequadas aos pacientes, bem como garantir a regularidade do tratamento.

  9. Prevalência e fatores associados ao uso de antiinflamatórios não-esteróides por pacientes submetidos a endoscopia digestiva alta, Belo Horizonte, Minas Gerais, 2000 Prevalence of and factors associated with nonsteroidal anti-inflammatory drug use by patients submitted to upper endoscopy, Belo Horizonte, Minas Gerais, 2000

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andréia Queiroz Ribeiro

    2005-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Determinar a prevalência e os fatores associados ao uso de AINE por pacientes submetidos a endoscopia digestiva alta no Hospital das Clínicas da UFMG. MÉTODOS: Estudo transversal de uma amostra de 533 pacientes com idade igual ou superior a 17 anos, com endoscopia previamente marcada na Seção de Endoscopia do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais. Os dados foram coletados por meio de entrevistas. Foram considerados quatro grupos de variáveis exploratórias: sociodemográficas, relacionadas aos hábitos de vida, relacionadas à história de morbidades e relacionadas ao uso de medicamentos. Os dados foram submetidos às análises estatísticas bivariada e multivariada. RESULTADOS E CONCLUSÕES: Entre os entrevistados, 34,1% relataram algum uso de AINE no período de 1 mês anterior à realização da endoscopia. Os AINE mais utilizados foram o ácido acetilsalicílico e o diclofenaco. Os fatores associados ao uso de AINE foram: sexo feminino (OR = 2,07; IC 95% = 1,28-3,34, renda igual ou superior a 3 salários mínimos (OR = 3,20; IC 95% = 1,74-5,90, uso de álcool (OR = 2,43; IC 95% = 1,39-4,24, presença de sintomas gastrintestinais (OR = 1,82; IC 95% = 1,18-2,80, uso regular de 4 ou mais medicamentos (OR = 4,33; IC 95% = 2,49-7,54 e história prévia de úlcera e/ou hemorragia digestiva (OR = 0,40; IC 95% = 0,22-0,75. Estes resultados mostram semelhanças aos observados em países desenvolvidos. Além disso, alertam para a necessidade de maior atenção por profissionais de saúde para com os subgrupos de uso evidenciados.INTRODUCTION: The objective was to determine the prevalence and the factors associated with nonsteroidal anti-inflammatory drugs (NSAID used by patients submitted to upper endoscopy at Hospital das Clínicas/UFMG, Belo Horizonte, MG. METHODS: Cross-sectional study of a 533 patients, aged 17 or older, whose endoscopies had been previously scheduled at the Endoscopy Section of Hospital

  10. Prevalência de transtornos mentais comuns em jovens brasileiros recém-incorporados ao Serviço Militar Obrigatório e fatores associados Prevalence of common mental disorders in recently-drafted young Brazilians to mandatory military service and associated factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lilian Cristina Xavier Martins

    2013-06-01

    Full Text Available A saúde mental de militares das Forças Armadas é uma área de investigação ainda pouco explorada no Brasil. O presente estudo teve por objetivo estimar a prevalência de transtornos mentais comuns (TMC e identificar os fatores a estes associados em jovens brasileiros recém-incorporados ao serviço militar obrigatório: os recrutas. A população de estudo foi composta de 78 jovens adultos do sexo masculino. A ocorrência de TMC (variável dependente foi avaliada por meio do General Health Questionnaire, versão 12 itens (GHQ-12. Para estimar as associações entre TMC e as variáveis independentes foram utilizados o teste χ²(Qui-quadradoe a regressão logística. Os resultados mostraram uma prevalência de TMC de 43,6% (IC 95% 33,14 - 54,64. As razões de prevalência de TMC mostraram-se entre 4 e 5 vezes maiores entre os que apresentavam distúrbios do sono, sendo que estes se mostraram como único fator associado a TMC. Estes resultados parecem indicar que as situações vivenciadas pelos recrutas em seu ambiente de trabalho podem estar associadas com TMC de forma causal. Outros estudos, com desenho longitudinal, são necessários para que tal efeito seja confirmado.The mental health of the military enlisted in the Armed Forces is an as yet area little explored of research in Brazil. This study aimed to investigate the prevalence of common mental disorders (CMD and associated factors among recently-drafted young Brazilians to mandatory military service: the recruits. A total of 78 young adults participated in the study. The incidence of CMD (dependent variable were evaluated by the 12-item General Health Questionnaire (GHQ-12. The tests ?² (chi-squared and logistic regression were used to estimate the associations between CMD and independent variables. The results showed a prevalence of CMD de 43.6% (CI 95% 33.14 to 54.64. The CMD prevalence ratios were from 4 to 5 times higher among those who reported sleep disturbances, which was

  11. Fatores associados à prova de trabalho de parto em primíparas com uma cesárea anterior

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pires Helaine M B

    1999-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar fatores médicos e não médicos associados à realização da prova de trabalho de parto na segunda gestação de primíparas com uma cesárea anterior. MÉTODOS: Estudo de caso-controle aninhado, com uma análise secundária de dados de um estudo de coorte retrospectivo previamente desenvolvido numa população de mulheres que deu à luz ao primeiro filho em Campinas, no ano de 1985. RESULTADOS: Os principais fatores que estiveram associados à realização da prova de trabalho de parto em 333 gestantes dentre as 1.352 secundigestas com uma cesárea anterior foram: renda familiar mensal inferior a 5 salários-mínimos, seguro-saúde pelo Sistema Único de Saúde, baixa idade materna, presença de rotura de membranas e ocorrência de trabalho de parto no primeiro parto. CONCLUSÃO: Os fatores socioeconômicos são fundamentalmente os principais determinantes da realização da prova de trabalho de parto em secundigestas, com uma cesárea anterior.

  12. Fatores associados à prova de trabalho de parto em primíparas com uma cesárea anterior

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Helaine M B Pires

    1999-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar fatores médicos e não médicos associados à realização da prova de trabalho de parto na segunda gestação de primíparas com uma cesárea anterior. MÉTODOS: Estudo de caso-controle aninhado, com uma análise secundária de dados de um estudo de coorte retrospectivo previamente desenvolvido numa população de mulheres que deu à luz ao primeiro filho em Campinas, no ano de 1985. RESULTADOS: Os principais fatores que estiveram associados à realização da prova de trabalho de parto em 333 gestantes dentre as 1.352 secundigestas com uma cesárea anterior foram: renda familiar mensal inferior a 5 salários-mínimos, seguro-saúde pelo Sistema Único de Saúde, baixa idade materna, presença de rotura de membranas e ocorrência de trabalho de parto no primeiro parto. CONCLUSÃO: Os fatores socioeconômicos são fundamentalmente os principais determinantes da realização da prova de trabalho de parto em secundigestas, com uma cesárea anterior.

  13. Fatores associados ao desempenho escolar: uma análise da proficiência em matemática dos alunos do 5º ano do ensino fundamental da rede municipal do Rio de Janeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gabrielle A. Palermo

    2014-12-01

    Full Text Available O presente estudo está inserido na linha dos trabalhos que buscam compreender os diferentes fatores que influenciam o funcionamento das escolas da rede pública de ensino brasileira, bem como a sua qualidade, a partir da identificação de variáveis que impactam os resultados escolares, em particular o desempenho dos alunos medido pelos sistemas de avaliação utilizados pelo Inep/MEC. Os fatores que influenciam a proficiência são múltiplos e complexos, contemplando dinâmicas que atuam em diferentes níveis, desde o mais elementar, das características socioeconômicas e culturais dos indivíduos e de suas famílias, até as dinâmicas que ocorrem nas salas de aula, entre professores e alunos, e as características estruturais da escola. Alunos e seus responsáveis, diretores e professores das instituições de ensino são alguns dos atores relevantes que agem sobre o processo latente gerador de maiores ou menores rendimentos escolares. Mais especificamente, o objetivo do presente estudo é analisar os possíveis fatores que influenciam o desempenho escolar dos alunos do 5º ano do ensino fundamental, nas escolas públicas municipais da cidade do Rio de Janeiro. Para tanto, foram utilizados modelos hierárquicos com três níveis, que permitiram avaliar os efeitos de variáveis socioeconômicas e culturais e dos contextos familiares dos alunos, de práticas pedagógicas e estilos de ensinar dos docentes e, ainda, de políticas educacionais, aspectos da gestão e características das escolas. O estudo teve como fonte principal as informações provenientes da Prova Brasil 2007.

  14. Distress do paciente oncológico: prevalência e fatores associados na opinião de familiares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karla Alexsandra de Albuquerque

    2014-10-01

    Full Text Available Este estudo verificou a prevalência e fatores associados ao distress de pacientes oncológicos, na opinião de familiares. Foram entrevistados 140 familiares responsáveis pelo cuidado de pacientes com câncer. O Termômetro de Distress foi adaptado para uso em familiares. Estes consideraram que 72,9% dos pacientes estavam com distress relacionado a preocupações (80,4%, nervosismo (78,4%, tristeza (74,5%, dor (67,6%, fadiga (67,6% e problemas com alimentação (57,8%. Modelos de regressão logística hierárquica mostraram que, enquanto familiares do sexo masculino (OR=0,025 e idades mais avançadas (OR=0,006 a 0,059 tiveram menor risco de perceber o distress, indivíduos protestantes, comparados a católicos, tiveram chance 12,77 vezes maior de percebê-lo. Quanto aos fatores associados, nervosismo (OR=10,8 contribuiu significativamente mais com a percepção de distress pelos familiares quando comparado a fadiga (OR=3,38 ou ter plano de saúde privado (OR=2,55. Familiares podem ser grandes aliados na avaliação e acompanhamento do distress de pacientes com câncer.

  15. Factors associated with sexual initiation and condom use among adolescents on Santiago Island, Cape Verde, West Africa Fatores associados ao início da vida sexual e o uso de preservativo entre adolescentes da Ilha de Santiago, Cabo Verde, África Ocidental

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Mendes Tavares

    2009-09-01

    Full Text Available The current study focuses on factors associated with sexual initiation and condom use among teenagers on Santiago Island, Cape Verde, according to gender. This was a representative, probabilistic sample of 13-to-17-year-olds (n = 768 attending public secondary schools on Santiago Island in 2007. Associations were tested by test of proportion, Pearson's chi-square, or Fisher's exact test and logistic regression. Factors related to sexual initiation among boys were: age over 14 years, Catholic religion, and alcohol consumption. For girls, the factors included: > 9 years of schooling and involvement in an affective-sexual relationship. Unlike other Sub-Saharan countries, this study showed a high prevalence of condom use during initial sexual activity. Adolescents are able to safely begin sexually active life if they have access to information, sex education, and other STD prevention and contraceptive methods. This study provides insights on the development of policies to reduce the vulnerability of the young population to STD/AIDS and the limits and challenges related to the promotion of condom use and sex education, focusing on unequal gender relations.Foram analisados fatores associados ao início da vida sexual de adolescentes na Ilha de Santiago, Cabo Verde, segundo sexo. Estudo realizado com amostra probabilística e representativa de 768 adolescentes, age 13-17 anos, de escolas secundárias públicas da Ilha de Santiago em 2007. A associação foi testada pelo teste de proporção, qui-quadrado de Pearson ou Fisher e regressão logística. Nos rapazes, os fatores associados ao início da vida sexual foram: idade maior que 14 anos, ser católico e consumo de bebidas alcoólicas. Para meninas: escolaridade maior que nove anos e ter parceiro afetivo-sexual. Ao contrário de outros contextos da África Subsaariana, foram constatadas taxas elevadas de uso de preservativo por adolescentes no início da vida sexual. Os adolescentes podem iniciar a

  16. Adesão ao tratamento farmacológico e não farmacológico e fatores associados na atenção primária da hipertensão arterial Adherence to pharmacological and non pharmacological treatment for arterial hypertension and associated factors in primary care

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcos Aparecido Sarria Cabrera

    2013-06-01

    Full Text Available Com o objetivo de determinar a adesão aos tratamentos farmacológico e não farmacológico da hipertensão arterial na atenção primária e identificar fatores associados, realizou-se estudo transversal com 385 hipertensos de 20 a 79 anos cadastrados em uma unidade de saúde da família de Londrina, Paraná. A adesão ao tratamento farmacológico foi de 59,0%. A atividade física regular foi relatada por 68 (17,7% hipertensos, enquanto 266 (69,1% referiram mudanças da alimentação. Na análise de regressão múltipla, associaram-se à adesão ao tratamento farmacológico: maior idade (50 a 79 anos, ter recebido ao menos uma consulta ao ano, não ingestão regular de bebidas alcoólicas e infarto prévio. Hipertensos do sexo masculino, com escolaridade igual ou superior à 4ª série, que receberam pelo menos uma consulta ao ano, com diabetes e sem relato de colesterol elevado mostraram-se mais aderentes à atividade física regular. A realização de dieta associou-se à escolaridade inferior à 4ª série e ao fato de ter recebido no mínimo uma consulta ao ano. Tais resultados demonstram níveis variados de adesão ao tratamento e evidenciam a importância de ações integrais na atenção ao hipertenso.A cross-sectional study was conducted with 385 hypertensive patients between 20 and 79 years of age in a family health unit in Londrina, State of Parana, Brazil, to determine the adherence to pharmacological and non pharmacological treatment for arterial hypertension in primary healthcare and identify associated factors. The adherence to pharmacological treatment was 59%. Regular physical activity was reported by 68 (17.7% hypertensive patients and 266 (69.1% mentioned dietary changes. In the multiple regression analysis, adherence to drug treatment was associated with: increased age (50 to 79, consulting with a physician at least once a year, no regular alcohol consumption and previous myocardial infarction. Hypertensive males, with

  17. Fatores associados à percepção de melhora por usuários de Centros de Atenção Psicossocial do Sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Uiasser Thomas Franzmann

    Full Text Available Este estudo objetivou investigar os fatores associados à melhora percebida pelos usuários de Centros de Atenção Psicossocial (CAPS. Estudo transversal, realizado com 1.493 usuários de CAPS do Sul do Brasil. A melhora percebida pelos participantes foi avaliada pela Escala de Mudança Percebida - Pacientes (EMP-Pacientes. Para investigação dos fatores associados, muniu-se de uma regressão logística guiada por um modelo hierárquico que considerou como associação um valor de p < 0,05. Os fatores associados ao desfecho foram: estado de alocação do CAPS, possuir trabalho remunerado, diagnóstico de esquizofrenia, menor idade quando diagnosticado, maior tempo de frequência no serviço, facilidade de acesso e envolvimento na avaliação. Entre os fatores que efetivamente tencionam melhora nos usuários, destacam-se aqueles referentes às características da doença e os aspectos relativos aos serviços quanto à execução das políticas de saúde mental e quanto à organização deles.

  18. Fatores associados ao consumo de bebidas alcoólicas pelos adolescentes de uma Escola Pública da cidade de Maringá, Estado do Paraná = Factors associated with the consumption of alcoholic beverages by adolescents from a Public School in Maringá, Paraná State

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alba Aparecida Garnica Wesselovicz

    2008-07-01

    Full Text Available Atualmente, há tendência no aumento do consumo de bebidas alcoólicas,principalmente pelos adolescentes. Neste trabalho, os fatores associados ao consumo de bebidas alcoólicas pelos adolescentes de uma escola pública foram identificados. As informações foram coletadas pela aplicação de questionários. No grupo dos adolescentesque consomem bebidas alcoólicas, verificou-se que muitos pais ou responsáveis estão cientes desse consumo, e 32,30% dos adolescentes admitiram que iniciaram o hábito de beber com membros da família, enquanto os demais relataram que foi por influência deamigos. O vinho e a cerveja foram as bebidas alcoólicas mais consumidas pelos adolescentes. Estes resultados demonstram que a sociedade é permissiva quanto ao hábito dos adolescentes consumirem bebidas alcoólicas. Este consumo pode ter como objetivocontornar dificuldades de convívio social, mas também aumenta a chance do jovem ter comportamento de risco, levando ao envolvimento com acidentes automobilísticos. Por isso, o estabelecimento de programas educacionais destinados aos adolescentes e tambémaos pais ou responsáveis é necessário para que haja maior conscientização sobre os efeitos nocivos do consumo exagerado de bebidas alcoólicas.Nowadays, there is a trend towards the increase in alcoholic beverage consumption, mainly by adolescents. In this study, factors associated with the consumption of alcoholic beverage by adolescents from a Public sSchool were identified. The data were collected by means for individual interviews conducted by questionnaire. In the group of adolescents who consume alcoholic beverages, it was verified that often guardians or parents are aware of this consumption, and32.30% of adolescents admitted they began the habit of drinking with family members, while the remainder declared it was the influence of friends. Wine and beer were the most consumed alcoholic beverages by adolescents. These results demonstrate that society

  19. Prevalência e fatores associados a acidentes de trânsito com mototaxistas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gilmara Celli Maia de Almeida

    2016-04-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo: identificar a prevalência de acidentes motociclísticos envolvendo mototaxistas e fatores associados. Método: estudo transversal e exploratório, com aplicação de questionários aos mototaxistas das 32 praças de Caicó, Rio Grande do Norte, Brasil (N=420. Resultados: os mototaxistas têm alta carga horária de trabalho diária (12 horas em média e foi verificado que 63,6% já se envolveram em pelo menos um acidente motociclístico. A ocorrência de acidentes motociclísticos foi associada significativamente apenas com escolaridade (p<0,001, não havendo associação significativa com as demais variáveis, tais como idade (p=0,132, tempo de serviço (p=0,744 e carga horária de trabalho (p=0,830. Conclusão: é necessário implementar ações preventivas e educativas com os mototaxistas e usuários do serviço acerca dos acidentes e condutas emergenciais, devido à constante exposição a acidentes durante sua rotina de trabalho.

  20. Prevalência e fatores associados ao excesso de peso em crianças de uma coorte no Sul do Brasil = Prevalence and associated factors of excess weight in children in a cohort in the South of Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kaufmann, Cristina Corrêa

    2013-01-01

    Conclusão: Os resultados encontrados mostraram elevada prevalência de excesso de peso na população estudada, motivo de alerta para os envolvidos com a saúde infantil. A associação entre excesso de peso materno e da criança sugere que as intervenções devam ser relacionadas ao comportamento da família

  1. Fatores Associados à Obesidade e ao Padrão Andróide de Distribuição da Gordura Corporal em Mulheres Climatéricas Factors Related to Obesity and Android Pattern of Body Fat Distribution in Climacteric Women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Diana Beatriz Filip Raskin

    2000-08-01

    Full Text Available Objetivos: descrever as características de um grupo de mulheres climatéricas, conhecer a freqüência e os fatores associados à obesidade e ao padrão andróide de distribuição da gordura corporal. Métodos: estudo observacional com 518 pacientes com idade entre 45 e 65 anos em um ambulatório de climatério. Foram considerados a idade, cor, status menopausal, tempo de menopausa, atividade física, tabagismo, dieta, etilismo, antecedentes pessoais e familiares de hipertensão, diabetes, doença cardiovascular, dislipidemia e obesidade. O índice de massa corpórea e a relação das medidas cintura/quadril foram variáveis dependentes. Na análise estatística utilizaram-se os testes de Wilcoxon, c² de Pearson, com nível de significância de 5%, e análise múltipla por regressão logística. Resultados: mais de dois terços das participantes eram não-obesas com perfil andróide e menopausadas. Aproximadamente um quarto tinha atividade física adequada, era tabagista, metade referiu dieta inadequada e um quinto era etilista. Pacientes com perfil andróide apresentaram média etária maior que mulheres com padrão ginecóide. Antecedentes pessoais de obesidade, hipertensão, diabetes e história familiar de diabetes relacionaram-se com obesidade e padrão andróide. O status pós-menopausa associou-se significativamente ao perfil andróide. Conclusões: a maioria das mulheres foram não-obesas com perfil andróide, brancas, pós-menopáusicas, sedentárias, não-tabagistas nem etilistas. Os principais fatores associados à obesidade e padrão andróide foram os antecedentes pessoais de obesidade, hipertensão arterial, diabetes, história familiar de diabetes e, particularmente, o status pós-menopausa com o perfil andróide.Purpose: to describe sociodemographic characteristics of a group of climacteric women in order to discover the frequency and the variables associated with obesity and android profile of body fat distribution. Methods

  2. Fatores sociodemográficos e comportamentais associados à adiposidade corporal em adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rodrigo Bozza

    2014-09-01

    Full Text Available Objetivo: Identificar fatores sociodemográficos e comportamentais associados à obesidade abdominal (OA e ao percentual de gordura corporal elevado (%GC elevado em adolescentes de Curitiba-PR. Métodos: A amostra probabilística foi composta por 1.732 adolescentes, de 11 a 19 anos, de ambos os sexos, da rede pública de ensino. Foram coletadas as medidas de dobras cutâneas tricipital e panturrilha para o cálculo do %GC, além da medida da circunferência da cintura. Um questionário foi preenchido pelos adolescentes para avaliação das seguintes variáveis: sexo, idade, tipo de residência, nível socioeconômico, tempo gasto assistindo à TV durante a semana e o fim de semana, além do gasto energético diário. A regressão logística foi utilizada como medida de associação dos fatores sociodemográficos e comportamentais com a obesidade abdominal e o percentual de gordura corporal elevado. Resultados: As meninas apresentaram maior chance de ter o %GC elevado (OR: 2,73; IC95%: 2,32-3,33. Em contrapartida, têm menor chance de ter obesidade abdominal (OR: 0,58; IC95%: 0,44-0,78. Indivíduos mais velhos (16-19 anos apresentaram maior chance de ter o %GC elevado (OR: 1,36; IC95%: 1,02-1,83. Em contrapartida, as faixas etárias mais elevadas (13-15 anos e 16-19 anos tiveram uma associação inversa com a obesidade abdominal. Em relação ao gasto energético diário, os indivíduos menos ativos apresentaram maior chance de ter %GC elevado (OR: 1,36; IC95%: 1,07-1,71 e obesidade abdominal (OR: 1,40; IC95%: 1,09-1,80. Conclusões: Intervenções relacionadas ao aumento nos níveis de atividade física na população jovem devem ser elaboradas para o combate do excesso de adiposidade corporal.

  3. Fatores de risco associados a doenças respiratórias em potros Puro Sangue Inglês do nascimento ao sexto mês de vida Risk factors associated the respiratory diseases in Thoroughbred foals, from birth to six months of life

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leandro do Monte Ribas

    2009-09-01

    Full Text Available Foram avaliados fatores de risco associados à ocorrência de doenças respiratórias em 349 potros Puro Sangue Inglês (PSI monitorados do nascimento ao sexto mês de vida na região de Bagé, Rio Grande do Sul (RS, Brasil. A partir da avaliação clínica e laboratorial pôde-se registrar a frequência de 9,5% (33 casos respiratórios, com mortalidade de 0,57% (2. A ocorrência de casos foi mais elevada nos meses de verão, e potros com idade entre quatro e seis meses foram mais suscetíveis (PRisk factors associated the occurrence of respiratory diseases they were evaluated between 349 Thoroughbred foals, monitored of the birth to the sixth month of life in the region of Bagé-RS-Brazil. From the laboratory and clinical evaluation, the frequency of 9.5% (33 of respiratory cases with mortality of 0.57% (2 was recorded. The occurrence of cases was higher in months of summer and foals with age between four and six months were more susceptible (P<0.001. The development of the diseases was influenced (P<0.001 by the breeding system of and management practices that increased the environmental contamination potential. In the evaluation microbiological, , the highest frequency of isolated was of Streptococcus equi (57%, followed by the Rhodococcus equi (17%, lethal in 50% of the cases. No clinic case was associated to the equine influenza virus (EIV and to the equine herpesvirus (EHV-1-4. The results suggest that connected factors to the management in the breeding of thoroughbred equine are going to contribute decisively for the manifestation of the respiratory disease and alert for the morbidity caused by the equine adenitis and the lethality related to rodococosis.

  4. Fatores de risco associados à sibilância em lactentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lillian S.L. Moraes

    2013-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: identificar possíveis fatores de risco associados à sibilância em lactentes (12 a 15 meses no estado de Mato Grosso, Brasil. MÉTODOS: estudo transversal, utilizando o questionário escrito padronizado do Estudio Internacional de Sibilancia en Lactantes (EISL - fase 3. Pais e/ou responsáveis pela criança foram entrevistados em Unidades Básicas de Saúde quando as procuravam para imunização de rotina ou durante visitas nos domicílios de crianças matriculadas nos programas de saúde da família, no período de agosto de 2009 a novembro de 2010. Fatores associados à sibilância foram avaliados utilizando análise bivariada e multivariada e expressos como odds ratio (OR e intervalo de confiança 95% (IC95%. RESULTADOS: ao todo, um mil e sessenta (n = 1.060 pais e/ou responsáveis responderam o questionário escrito. Os fatores de risco para sibilância foram: história familiar de asma [mãe (OR = 1,62; IC95%= 1,07-2,43; pai (OR = 1,98; IC95% = 1,22-3,23; irmãos (OR = 2,13; IC95% = 1,18-3,87]; história prévia de pneumonia (OR = 10,8; IC 95% = 4,52-25,77; ter mais de seis infecções de vias aéreas superiores (IVAS (OR = 2,95; IC95% = 2,11-4,14 e a primeira IVAS antes dos três meses de idade (OR = 1,50; IC95% = 1,04-2,17; residir em local com moderada poluição (OR = 1,59; IC95% = 1,08-2,33; uso de paracetamol por IVAS (OR = 2,13; IC95% = 1,54-2,95; e uso de antibiótico por infecção na pele (OR = 2,29; IC 95% = 1,18-4,46. CONCLUSÕES: o estudo dos fatores de risco para sibilância no primeiro ano de vida é importante para auxiliar na identificação, entre os lactentes sibilantes, aqueles de alto risco para desenvolver asma, e para o desenvolvimento de estratégias de prevenção por políticas pública de saúde visando minimizar a morbidade da sibilância na infância.

  5. Prevalência de transtornos mentais entre crianças e adolescentes e fatores associados: uma revisão sistemática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daianna Lima Thiengo

    2014-12-01

    Full Text Available Objetivo O objetivo deste estudo foi realizar uma revisão sistemática para identificar os transtornos mais prevalentes na infância e adolescência e possíveis fatores associados. Métodos Várias bases eletrônicas de dados foram pesquisadas. Foram considerados critérios de inclusão: estudos epidemiológicos de base populacional; observacionais; com instrumentos validados; publicados em inglês, espanhol ou português; e que obtiveram pontuação acima de 12 pontos conforme critérios metodológicos do Checklist for Measuring Quality. Resultados Os transtornos mais frequentes encontrados pelos estudos, respectivamente, foram: depressão, transtornos de ansiedade, transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH, transtorno por uso de substâncias e transtorno de conduta. Fatores que mais se mostraram associados aos diferentes transtornos foram: fatores biológicos, fatores genéticos e fatores ambientais. Conclusão O conhecimento desses transtornos e seus potenciais fatores de risco trazem a possibilidade de desenvolvimento de programas de intervenção focados em prevenir ou atenuar os efeitos destes.

  6. Fatores de risco associados ao sobrepeso e a obesidade em mulheres de São Leopoldo, RS Risk factors associated with overweight and obesity in women living in São Leopoldo, RG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Teichmann

    2006-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar a prevalência e os fatores de risco para sobrepeso e obesidade nas mulheres de São Leopoldo, RS, Brasil. MÉTODOS: Foi realizado um estudo transversal com base populacional incluindo 981 mulheres de 20 a 60 anos de idade. O sobrepeso foi definido pelo índice de massa corporal entre 25 a 29,9 Kg/m² e a obesidade foi considerada como IMC > 30 Kg/m². As medidas de efeito brutas e ajustadas foram calculadas pela Regressão de Poisson. RESULTADOS: A prevalência de sobrepeso foi de 31,7% (IC95% 28,9 - 34,7 e 18% (IC95% 15,8 - 20,6 das mulheres estavam obesas. Após o ajuste no modelo multivariado, o risco de obesidade foi maior nas mulheres de 50 a 60 anos, inseridas nas classes econômicas mais baixas (D e E, com 5 ou mais filhos, com história familiar de obesidade e que relataram fazer as refeições de forma rápida. A idade da menarca mostrou-se inversamente associada com obesidade. O risco de sobrepeso aumentou com a idade, o número de filhos, estado civil e história familiar de obesidade. A única variável socioeconômica associada com sobrepeso foi escolaridade. DISCUSSÃO: Foram percebidos diferenciais entre a determinação de obesidade e de sobrepeso. O estudo comprovou que o direcionamento das ações no sentido do aumento da escolaridade pode influir positivamente nos indicadores de sobrepeso e, consequentemente, de obesidade.OBJECTIVE: To find the prevalence and associated risk factors for overweight and obesity in women living in São Leopoldo, RS, Brazil. METHODS: A cross-sectional population-based study of 981 women from 20 to 60 years of age was carried out. Overweight was defined as Body Mass Index (BMI between 25 and 29.9 Kg/m² and obesity as BMI e"30 Kg/m². Adjusted and crude measures of association were calculated using Poisson Regression. RESULTS: A total of 31.7% (CI95% 28.9 - 34.7 of women were overweight and 18% (CI95% 15.8 - 20.6 were obese. After adjustments in the multivariate model, risk

  7. Fatores associados ao consumo de frutas, legumes e verduras em adultos da cidade de São Paulo Factores asociados al consumo de frutas, legumbres y verduras en adultos de la ciudad de São Paulo (Sureste de Brasil Factors associated with fruit and vegetable intake among adults of the city of São Paulo, Southeastern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Iramaia Campos Ribeiro Figueiredo

    2008-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever a freqüência de consumo de frutas, legumes e verduras por adultos e analisar os fatores associados ao seu consumo. MÉTODOS: Estudo transversal realizado entre outubro e dezembro de 2003 no município de São Paulo (SP. Foram realizadas entrevistas telefônicas em amostra probabilística da população adulta (>18 anos residente em domicílios servidos por linhas fixas de telefone, totalizando 1.267 mulheres e 855 homens. A freqüência do consumo de frutas, legumes e verduras foi medida por meio de um roteiro com perguntas curtas e simples. Na avaliação dos fatores associados ao consumo, realizou-se análise de regressão linear multivariada e hierarquizada, com variáveis sociodemográficas no primeiro nível hierárquico, comportamentais no segundo e relacionadas ao padrão alimentar no terceiro nível. RESULTADOS: A freqüência de consumo de frutas, legumes e verduras foi maior entre as mulheres. Para ambos os sexos, verificou-se que a freqüência desse consumo aumentava de acordo com a idade e a escolaridade do indivíduo. Entre mulheres que relataram ter realizado dieta no ano anterior houve maior consumo de frutas, legumes e verduras. O consumo de alimentos que indicam um padrão de consumo não saudável como açúcares e gorduras se mostrou inversamente associado ao consumo de frutas, legumes e verduras em ambos os sexos. CONCLUSÕES: O consumo de frutas, legumes e verduras da população adulta residente em São Paulo foi maior entre as mulheres, sendo influenciado pela idade, escolaridade e dieta.OBJETIVO: Describir la frecuencia de consumo de frutas, legumbres y verduras por adultos y analisar los factores asociados a su consumo. MÉTODOS: Se realizó estudio transversal entre octubre y diciembre de 2003 en el municipio de Sao Paulo (Sureste de Brasil. Se realizaron encuestas telefónicas en muestras probabilísticas de la población adulta (³18 años residente en domicilios con servicio de líneas fijas de

  8. Fatores associados ao uso de diretrizes clínicas em operadoras de planos de saúde e prestadores de serviços hospitalares no campo da Saúde Suplementar no Brasil Factors associated with the use of clinical guidelines by health plan operators and their inpatient care providers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Margareth Crisóstomo Portela

    2008-10-01

    Full Text Available Este artigo objetiva identificar fatores associados ao uso de diretrizes clínicas, segundo percepção de dirigentes respondentes, em operadoras de planos de saúde e prestadores de serviços hospitalares no campo da saúde suplementar no Brasil. Utiliza dados de dois inquéritos de abrangência nacional: um envolvendo 90 operadoras selecionadas aleatoriamente de um universo de 1.573, voltado para a caracterização da implementação de diretrizes clínicas e outros instrumentos e práticas de gestão da clínica; e outro envolvendo 74 hospitais, selecionados de um universo de 3.817 prestadores de serviços hospitalares a planos de saúde, destinado a apreender os mecanismos de microrregulação das operadoras e suas possíveis repercussões sobre as práticas dos hospitais. Referiram o uso de diretrizes clínicas 32,3% das operadoras e 51,6% dos hospitais. Entre as primeiras, mostraram-se independentemente associados ao uso de diretrizes, localização geográfica, tipo e porte da operadora, enquanto que, entre os hospitais, porte, complexidade e uso de outras ferramentas da gestão da clínica. Os resultados evidenciam o quanto ainda é incipiente e insatisfatória a gestão, por operadoras e hospitais, sobre a qualidade dos cuidados à saúde providos aos pacientes.This paper is aimed at identifying factors related to the use of clinical guidelines by health plan operators and their inpatient care providers in the supplementary care sector in Brazil from the viewpoint of managers. The study is based on two national surveys: one involving 90 health plan operators randomly selected from a universe of 1573, oriented towards characterizing the implementation of clinical guidelines and other tools of clinical governance; and another involving 74 hospitals, selected from a universe of 3817 inpatient care providers, aimed at capturing micro-regulation mechanisms applied by health plan operators and their repercussions on hospital practices. Use of

  9. Prevalência e fatores associados ao Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT em profissionais de emergência: uma revisão sistemática da literatura Prevalence and factors associated with Posttraumatic Stress Disorder (PTSD in emergency workers: a systematic literature review

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eduardo de Paula Lima

    2011-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar as prevalências de Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT em profissionais dos serviços de emergências e conhecer os fatores associados ao desfecho. MÉTODOS: Foram consultadas sete bases de dados (MEDLINE via Pubmed, PsycINFO, LILACS, SciELO, BDENF, DISASTRES e MEDCARIB entre os dias 10 e 25 de setembro de 2009, restringindo-se a pesquisa a artigos em português, inglês ou espanhol publicados no período de 2004 a 2009. Os descritores utilizados abarcaram termos relacionados a profissionais/serviços de emergência, transtorno de estresse pós-traumático e condições de trabalho e saúde ocupacional. Foram incluídos estudos observacionais quantitativos que investigaram a prevalência de TEPT e fatores determinantes ou associados à doença em amostras de bombeiros, profissionais de ambulância, profissionais da Cruz Vermelha e profissionais de emergência em hospitais. Foram excluídos estudos com base em amostras inadequadas para os objetivos da revisão (policiais, voluntários e filhos de profissionais de emergência ou que não incluíram sintomas de TEPT como variável dependente em pelo menos um dos objetivos. RESULTADOS: A leitura dos títulos e resumos resultou em 30 artigos. A revisão das publicações completas permitiu a inclusão e análise de 17 artigos. Os estudos selecionados adotaram diferentes delineamentos, instrumentos, critérios diagnósticos e técnicas estatísticas de análise. A prevalência da doença variou da ausência de registro de casos à taxa de 38,5%. Características sociodemográficas, biológicas e psicológicas, morbidade, exposição a eventos traumáticos ocupacionais e não-ocupacionais, e características do trabalho e do emprego associaram-se ao TEPT em profissionais de emergência. CONCLUSÃO: Variáveis individuais e de contexto são consideradas fatores associados ou de risco para o TEPT e explicitam o caráter mutidimensional do desfecho em foco.OBJECTIVE: To

  10. Fatores associados ao uso de suplementos em recém-natos em alojamento conjunto no município do Rio de Janeiro, 2009 Factors associated with the use of supplements among newborns in communal wards in Rio de Janeiro, 2009

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda de Oliveira Lopes

    2013-02-01

    Full Text Available O Hospital Amigo da Criança preconiza só dar leite materno a recém-nascidos, a não ser que haja indicação médica". O objetivo foi estimar a prevalência do uso de suplementos em recém-natos e analisar os fatores associados a este. Estudo transversal realizado em 2009 mediante entrevista a amostra representativa de 687 mães em alojamento conjunto em 15 hospitais do Sistema Único de Saúde no município do Rio de Janeiro. Foram obtidas razões de prevalência do uso de suplementos por regressão de Poisson com variância robusta, segundo modelo hierarquizado. A prevalência de uso de suplementos foi de 49,8%, tendo como fatores associados: realização de teste rápido anti-HIV (RP = 1,37; IC95%:1,18-1,58, parto cesáreo (RP = 1,57; IC95%:1,38-1,79, não ajuda na sala de parto para amamentar (RP = 1,60; IC95%:1,29-1,99, afastamento do bebê de sua mãe (RP = 1,24; IC95%:1,05-1,46, uso de chupeta (RP = 1,31; IC95%:1,08-1,58, intercorrências maternas ou neonatais (RP = 1,56; IC95%:1,34-1,82, certificação como HAC (RP = 0,52; IC95%:0,44-0,61 e não recebimento de ajuda no alojamento conjunto para amamentar (RP = 0,78; IC95%:0,66-0,92. A suplementação ao leite materno vem sendo amplamente utilizada. Rotinas hospitalares devem ser revistas para que o aleitamento materno exclusivo converta-se em norma.The scope of this study was to estimate the prevalence of the use of supplements among newborns and analyze the factors associated with their use. A cross-sectional study was conducted in 2009 with a representative sample of 687 mothers interviewed in 15 communal wards in hospitals of the Unified Health System in the city of Rio de Janeiro. Prevalence ratios (PR of supplement use were obtained by Poisson Regression with robust variance, using a hierarchical model. The prevalence of supplement use was 49.8%. Factors associated with supplement use were: being submitted to the rapid HIV test (PR = 1.37; CI95%:1.18-1.58; cesarean delivery (PR

  11. Fatores associados a sintomas de transtornos alimentares entre escolares da rede pública da cidade do Salvador, Bahia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thaisy Cristina Honorato Santos Alves

    2012-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar prevalência e fatores associados aos sintomas de transtornos alimentares entre escolares. MÉTODOS: Estudo transversal envolvendo 365 escolares, de 7 a 14 anos de idade, do ensino fundamental de Salvador/BA. Aplicou-se nos escolares 13 anos de idade, o Teste de Atitudes Alimentares-26, o Teste de Investigação Bulímica de Edinburgh e o Teste de Imagem Corporal. O Child Behavior Checklist foi aplicado para todos os escolares. Coletaram-se dados antropométricos e alimentares, sobre estilo de vida, demográficos, socioeconômicos e puberais. Na análise estatística utilizou-se regressão de Poisson. RESULTADOS: Sintomas de transtornos alimentares estavam presentes em 23% dos escolares. Idade (RP: 1,25; IC95%: 1,11-1,40, insatisfação com imagem corporal (RP: 4,23; IC95%: 2,53-7,08, problema de comportamento de internalização (RP: 1,78; IC95%: 1,11-2,85, substituição das refeições por consumo de balas (RP: 2,14; IC95%: 1,24-3,69, maior consumo de frutas e outros vegetais (RP: 2,49; IC95%: 1,55-3,99 e escolaridade materna de 5ª a 8ª série (RP: 1,95; IC95%: 1,06-3,58 associaram-se ao aumento da ocorrência dos sintomas de transtornos alimentares. CONCLUSÃO: Observou-se alta prevalência de sintomas de transtornos alimentares entre os escolares; fatores sociodemográficos e comportamentais estavam associados ao evento.

  12. Os fatores associados à tuberculose pulmonar e a baciloscopia: uma contribuição ao diagnóstico nos serviços de saúde pública Associated factors to pulmonary tuberculosis and sputum smear results in Natal/RN

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aurigena Antunes de Araújo Ferreira

    2005-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar os principais fatores associados à tuberculose pulmonar e os resultados da baciloscopia. DESENHO DO ESTUDO: Trata-se de um estudo seccional de base secundária. METODOLOGIA: A coleta de dados foi realizada com 189 prontuários de pacientes com idade acima de 25 anos atendidos no Hospital Giselda Trigueiro em Natal/RN, Brasil, no período de 2000 a 2002. Os fatores associados identificados e os resultado da baciloscopia foram apresentados através da distribuição percentual. RESULTADOS: A média de idade dos pacientes variou entre 43,5 + 18,5 anos, sendo 73% do sexo masculino. Os principais fatores associados foram etilismo e tabagismo (20,6%, tabagismo (19,8%, etilismo (16,7%, contágio direto (10,3%, diabetes mellitus (8,7%, pneumonia não tratada (6,3%, abandono de esquema (6,3% e outros fatores (11,1%. A baciloscopia foi realizada em 84,1% dos pacientes. Em 44,7% deles, o diagnóstico foi negativo, enquanto que em 55,3% foi positivo. CONCLUSÃO: Os fatores associados contribuem para o diagnóstico da tuberculose pulmonar na medida em que a baciloscopia apresenta uma baixa sensibilidade.OBJECTIVES: This study aims to find the main factors associated with pulmonary tuberculosis and sputum smear. DESIGN: A cross-sectional study based on secondary records. SAMPLE AND METHODS: The study included one hundred eight-nine (189 patients up to 25 years of age who received care at Hospital Giselda Trigueiro (Natal/RN from 2000 to 2002. Associated factors were collected from patient records. RESULTS: The results demonstrated that the factors associated to tuberculosis were alcoholism and smoking (20.6%, alcoholism (16.7%, smoking (19.8%, diabetes (8.7%, direct infection (10.3%, untreated pneumonia (6.3%, abandoned treatment (6.3%, and other factors (11.1%. Sputum smear was performed in 84.1% of the cases. 44.7% of these presented positive results and 55.3% were negative. CONCLUSION: The factors associated to pulmonary tuberculosis

  13. Fatores associados ao tabagismo em idosos: Inquérito de Saúde no Estado de São Paulo (ISA-SP Factors associated with smoking in the elderly: a health survey in São Paulo (ISA-SP

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Paula do Amaral Zaitune

    2012-03-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi determinar a prevalência do hábito de fumar e os fatores associados em idosos. Estudo transversal de base populacional, com amostragem em múltiplos estágios, que envolveu 1.954 idosos com 60 anos ou mais, residentes em quatro áreas do Estado de São Paulo, Brasil. A prevalência de fumantes foi de 12,2%, sendo maior no sexo masculino, na faixa de 60 a 69 anos, nos estratos inferiores de renda, nos idosos com baixo peso corporal, nos que não praticavam atividade física de lazer, naqueles com depressão/ansiedade e que referiram não ser hipertensos, e a prevalência foi menor entre os evangélicos. Prevalências elevadas de fumantes foram observadas em idosos com história de AVC, câncer e doença pulmonar crônica. Os resultados alertam para a necessidade de intervenções eficazes dos serviços de saúde para a cessação do tabagismo em idosos, visto que muitos deles, mesmo com doenças relacionadas ao tabaco, não conseguem deixar de fumar, especialmente junto ao estrato SUS dependente, pois a prevalência do tabagismo é maior nos segmentos socioeconômicos mais desfavorecidos.This article reports on smoking prevalence and associated factors in the elderly, based on a population-based cross-sectional study with multi-stage sampling including 1,954 individuals 60 years or older living in four areas of São Paulo State, Brazil. Overall smoking prevalence was 12.2%, and higher rates were associated with male gender, age 60-69 years, not belonging to an Evangelical church, lower income, low body weight, lack of leisure-time physical activity, depression/anxiety, and hypertension. There was a high prevalence of smokers among individuals with a history of stroke, cancer, and chronic obstructive pulmonary disease. The results point to the need for effective interventions in healthcare services to promote smoking cessation among the elderly, since many are unable to stop on their own, even when they have tobacco

  14. Características dos candidatos à esterilização cirúrgica e os fatores associados ao tipo de procedimento Characteristics of candidates for surgical sterilization and factors associated with type of procedure

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elisabeth Meloni Vieira

    2005-12-01

    Full Text Available Em 1999, a Secretaria Municipal de Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil, implantou a oferta de métodos de esterilização cirúrgicos, de acordo com a legislação vigente. Este estudo objetivou caracterizar os candidatos à esterilização cirúrgica e estudar as variáveis associadas ao tipo de procedimento. Foram pesquisados 95 prontuários de candidatos e realizada análise estatística por meio de regressão logística e do teste exato de Fisher, considerando-se o nível de significância de p = 0,05. A maioria dos candidatos são casais estáveis, de baixa escolaridade e baixa renda, satisfeitos com o número de filhos e que já haviam tentado limitar a prole com o uso de anticoncepcionais reversíveis. A média de idade era de 34,2 anos; 45,3% se submeteram à esterilização feminina; 35,8%, à vasectomia, e 18,9% não obtiveram o procedimento. A chance de o homem, com 35 anos ou mais, fazer vasectomia é 6,1 vezes a do homem mais jovem (OR = 6,1; IC95%: 2,4-16,4; submetem-se à vasectomia mais homens casados do que os que coabitam (OR = 4,0; IC95%: 1,5-12,4 e mulheres com quatro filhos ou mais fazem mais laqueadura do que aquelas com menos de quatro filhos (OR = 3,1; IC95%: 1,1-8,5.In 1999 the Municipal Health Department in Ribeirão Preto, São Paulo, Brazil, implemented the provision of surgical contraceptive methods according to prevailing legal requirements. This study aimed to characterize the candidates for surgical sterilization and study the variables associated with the type of procedure. A total of 95 candidate patient records were studied, and statistical logistic regression analysis and Fisher's exact test were performed considering a significance level of ? = 0.05. Most candidates had stable partners, low schooling, and low income, were satisfied with their number of children, and had already tried to limit the number of children using reversible contraceptives. Mean age was 34.2 years, 45.3% underwent female sterilization

  15. Fatores ecológicos associados à colonização e ao desenvolvimento de macrófitas aquáticas e desafios de manejo Ecological factors associated to aquatic macrophyte colonization and growth and management challenges

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    S.M. Thomaz

    2002-01-01

    Full Text Available As macrófitas constituem-se em uma importante assembléia de ecossistemas aquáticos continentais, mas seu crescimento excessivo pode provocar danos aos usos múltiplos de alguns ambientes. Durante o processo de sucessão ecológica, a maioria dos ecossistemas aquáticos é colonizada, em diferentes graus, pela vegetação aquática. No entanto, explosões populacionais são usualmente decorrentes de ações antrópicas, como introduções de espécies exóticas e alterações de habitats. O conhecimento da ecologia e biologia das espécies de macrófitas que colonizam ecossistemas tropicais ainda é escasso. Entretanto, esse conhecimento é fundamental para a predição do desenvolvimento da vegetação aquática e para subsidiar as medidas de manejo, quando estas forem necessárias. Os métodos de controle e manejo são eficazes em pequenos ambientes e sua aplicação pode ser acompanhada por uma série de impactos ecológicos, nem sempre avaliados apropriadamente. O desenvolvimento de métodos com reduzidos impactos ambientais e que sejam eficientes em grandes ecossistemas é um desafio. Deve-se ainda considerar que, embora em algumas situações o manejo seja necessário no sentido de reduzir uma parcela das populações de macrófitas, em outras ele deveria ser utilizado para estimular a colonização e o incremento desta vegetação.The aquatic macrophytes have been considered an important community in freshwater ecosystems. However, their excessive colonization and growth usually cause serious impacts on multiple use of these ecosystems. Most aquatic environments are colonized at different degrees by aquatic plants in some phase of ecological succession. Nevertheless, massive growth is usually associated with anthropogenic actions such as introduction of alien species and habitats of alterations. Knowledge about ecology and biology of the species that colonize tropical ecosystems is still scarce. This knowledge is fundamental to predict

  16. Fatores associados à adesão ao tratamento de crianças e adolescentes com doenças reumáticas crônicas Factors associated with adherence to treatment in children and adolescents with chronic rheumatic diseases

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa M. Bugni

    2012-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: São vários os fatores que contribuem para a má adesão ao tratamento de crianças e adolescentes com doenças reumáticas crônicas, gerando piora da qualidade de vida e do prognóstico. Nosso objetivo foi avaliar as taxas de adesão ao tratamento e identificar os fatores socioeconômicos e clínicos associados. MÉTODOS: Foram incluídos 99 pacientes com artrite idiopática juvenil, lúpus eritematoso sistêmico, dermatomiosite ou esclerodermia juvenil. Todos os pacientes eram acompanhados no ambulatório de reumatologia pediátrica por um período mínimo de 6 meses. Para avaliação da adesão, foi aplicado aos cuidadores um questionário composto por três blocos: 1 dados demográficos, clínicos e laboratoriais; 2 adesão ao tratamento medicamentoso; e 3 comparecimento às consultas, realização de exames e utilização de órteses. Foi considerada má adesão, quando realizado valor menor ou igual a 80% do prescrito. RESULTADOS: Um total de 53% dos pacientes apresentou boa adesão ao tratamento global, observada quando o cuidador possuía união estável (p = 0,006; 20 pacientes (20,2% apresentaram má adesão ao tratamento medicamentoso, relacionada à utilização de mais que três medicamentos diários (p = 0,047. As causas de má adesão ao tratamento foram esquecimento, recusa, dose incorreta ou falta de medicamento, problemas pessoais e dificuldades financeiras. CONCLUSÕES: Observamos boa adesão ao tratamento global nos pacientes cujos cuidadores possuíam união estável e má adesão ao tratamento medicamentoso nos pacientes que utilizavam mais que três tipos de medicamentos diariamente. Não houve associação entre as taxas de adesão ao tratamento e sexo, idade, tempo de diagnóstico e atividade da doença.OBJECTIVE: There are several factors that contribute to poor adherence to treatment in children and adolescents with chronic rheumatic diseases, worsening their quality of life and prognosis. Our aim was to

  17. Psychosocial and behavioral factors associated to STD/AIDS risk among health students Factores psicosociales y comportamentales asociados al riesgo de ETS/SIDA entre estudiantes del área de la salud Fatores psicossociais e comportamentais associados ao risco de DST/AIDS entre estudantes da área de saúde

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elma Mathias Dessunti

    2007-04-01

    significativos al paso del tiempo, ni con el incremento en el nivel educativo de los mismos. Los alumnos del último año tienden a adoptar un único compañero, lo que les genera mayor seguridad, disminuyendo por tanto el uso de preservativo con sus parejas sexuales.Este estudo objetivou identificar e comparar os fatores psicossociais e comportamentais associados ao risco de DST/aids entre estudantes do primeiro e do último ano dos cursos de Enfermagem e Medicina da Universidade Estadual de Londrina. Selecionou-se uma amostra de conveniência, composta pelos 263 alunos matriculados, tendo sido analisados os dados dos 183 estudantes sexualmente ativos (70,4%. Utilizou-se a estrutura do Modelo de Redução de Risco da Aids para a elaboração do questionário, adotando-se 5% como nível de significância estatística. Alguns fatores de risco foram identificados como a percepção de invulnerabilidade, a referência a múltiplos parceiros sexuais, o uso de bebidas alcoólicas antes das relações sexuais e o uso descontínuo ou não uso do preservativo. Conclui-se que esses fatores são comuns às duas séries, não havendo mudanças significativas com o passar do tempo e com a maior graduação dos alunos. Os alunos do último ano tendem a adotar a parceria única e parecem sentir-se mais seguros, diminuindo o uso do preservativo com seus parceiros sexuais.

  18. Via, homem e veiculo: fatores de risco associados a gravidade dos acidentes de transito

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosa Livia Freitas de Almeida

    2013-08-01

    Full Text Available OBJETIVO Analisar as características das vítimas, vias e veículos envolvidos em acidentes de trânsito e os fatores de risco de acidentes com ocorrência de óbito.  MÉTODOS Estudo de coorte não concorrente considerando os acidentes de trânsito em Fortaleza, CE, de janeiro de 2004 a dezembro de 2008. Foram utilizados dados do Sistema de Informação de Acidente de Trânsito de Fortaleza, do Sistema de Informações de Mortalidade, do Sistema de Informações Hospitalares e dos bancos de dados de Habilitação e Veículos do Departamento Estadual de Trânsito. Técnicas de relacionamento determinístico e probabilístico foram aplicadas para integrar as bases de dados. Efetuou-se a análise descritiva das variáveis relativas às pessoas, às vias, aos veículos e ao tempo. Foram utilizados os modelos lineares generalizados na investigação de fatores de risco para óbito por acidente de trânsito. O ajuste do modelo foi verificado pela razão de verossimilhança e análise ROC.  RESULTADOS Registraram-se 118.830 acidentes no período. Predominaram colisão/abalroamento (78,1%, atropelamentos (11,9% e choque com obstáculo fixo (3,9% e com motocicletas (18,1%. Ocorreram óbitos em 1,4% dos acidentes. Estiveram independentemente associados ao óbito por acidente de trânsito: bicicletas (OR = 21,2; IC95% 16,1;27,8, atropelamentos (OR = 5,9; IC95% 3,7;9,2, choque com obstáculo fixo (OR = 5,7; IC95% 3,1;10,5 e acidentes com motociclistas (OR = 3,5; IC95% 2,6;4,6. Os principais fatores contribuintes foram envolvimento de uma única pessoa (OR = 6,6; IC95% 4,1;10,73, presença de condutores não habilitados (OR = 4,1; IC95% 2,9;5,5 um único veículo envolvido (OR = 3,9; IC95% 2,3;6,4, sexo masculino (OR = 2,5; IC95% 1,9;3,3, tráfego em vias de jurisdição federal (OR = 2,4; IC95% 1,8;3,7, horário madrugada (OR = 2,4; IC95% 1,8;3,0 e dia de domingo (OR = 1,7; IC95% 1,3;2,2, todas ajustadas segundo modelo log-binomial.  CONCLUSÕES As a

  19. Letramento em saúde de diabéticos tipo 2: fatores associados e controle glicêmico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Helena Alves de Carvalho Sampaio

    2015-03-01

    Full Text Available Pacientes com diabetes mellitus requerem um autocuidado extenso, com tratamentos complexos e comportamentos de saúde adequados, sendo, essas habilidades, fator chave. Frente a tal complexidade surge a importância do letramento funcional em saúde. O objetivo do estudo foi analisar fatores associados ao letramento em saúde e sua relação com controle glicêmico em pacientes diabéticos. Este estudo foi realizado com 82 pacientes diabéticos tipo 2, atendidos em um ambulatório de endocrinologia de um hospital público, de ambos os sexos e com idade entre 19 e 59 anos, que responderam à versão abreviada e traduzida do Test of Functional Health Literacy in Adults (b-TOFHLA. Valores de glicemia de jejum e hemoglobina glicada foram coletados dos prontuários dos participantes. Foram realizadas correlações, comparações de médias e modelos de regressão linear. O letramento inadequado foi encontrado em 65,9% dos pacientes. Foram fatores associados à pontuação do b-TOFHLA, a idade e os anos de estudos. O letramento global não explicou o controle glicêmico, mas o numeramento apresentou associação com tal controle. Nossos resultados apontam para a necessidade de melhorar o numeramento em saúde dos pacientes para obter seu melhor controle glicêmico, principalmente naqueles com maior idade e menos anos de estudo.

  20. Compulsão alimentar e fatores associados em adolescentes de Cuiabá, Mato Grosso, Brasil

    OpenAIRE

    2010-01-01

    O episódio de compulsão alimentar é caracterizado pela ingestão de grande quantidade de alimentos em tempo delimitado acompanhada de perda de controle sobre o que/quanto se come. O estudo objetivou estimar a prevalência e os fatores associados aos episódios de compulsão alimentar. Estudo transversal com 1.209 adolescentes de 14 a 19 anos. Para o diagnóstico dos episódios de compulsão alimentar utilizou-se o Questionário sobre Padrões de Alimentação e Peso - Revisado (QEWP-R). Foi realizada an...

  1. Uso de medicamentos contínuos e fatores associados em idosos de Quixadá, Ceará

    OpenAIRE

    Silva,Gilmar de Oliveira Barros; Gondim, Ana Paula Soares; Monteiro,Mirian Parente; Frota,Mirna Albuquerque; Meneses,André Luis Lima de

    2012-01-01

    OBJETIVO: Analisar a polifarmácia (uso diário de dois ou mais) de medicamentos contínuos e seus fatores associados em idosos. MÉTODOS: Estudo seccional realizado com idosos residentes em área urbana do município de Quixadá-CE, no período de maio a dezembro de 2009. A amostra compôs-se de 384 indivíduos, com 60 anos ou mais, usuários de medicamentos contínuos. As variáveis estudadas foram as sociodemográficas, econômicas e das características de saúde e referentes ao uso de medicamentos. Para ...

  2. Baixo consumo de frutas, verduras e legumes: fatores associados em idosos em capital no Centro-Oeste do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Erika Aparecida Silveira

    2015-12-01

    Full Text Available Resumo O objetivo foi avaliar a prevalência do consumo diário de frutas, verduras e legumes (FVL em idosos e sua associação com fatores sociodemográficos, estilo de vida, presença de morbidades e hospitalização. Esta pesquisa faz parte do Projeto Idosos Goiânia, estudo transversal com amostragem em múltiplos estágios. Foram entrevistados 416 idosos em seus domicílios. Realizou-se análise multivariada por Regressão de Poisson para investigar os fatores associados ao consumo de FVL ao nível de significância de 5%. A prevalência de consumo diário de FVL foi de 16,6%, sendo de frutas 44%, verduras 39,7% e legumes 32,5%. O consumo diário de FVL foi associado a: sexo feminino, idade entre 70 e 79 anos, maior escolaridade, classe social A/B e C, consumo de bebida alcoólica, uso de adoçantes, prática regular de atividade física no lazer, obesidade abdominal e hospitalização. É importante desenvolver estratégias de promoção da alimentação saudável com ênfase na ingestão adequada de FVL na população idosa, tendo em vista seu potencial na prevenção e controle de doenças.

  3. FATORES ASSOCIADOS AO DESMAME PRECOCE ENTRE MULTÍPARAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jamile de Sousa Oliveira

    2010-01-01

    Full Text Available El objetivo fue determinar los factores que contribuyen para el desmame precoz en multíparas. Estudio cuantitativo realizado con 87 mujeres que estaban en el posparto inmediato, en el alojamiento conjunto de un hospital público. Los datos fueron recolectados a través de entrevistas y procesados en el SPSS, versión 13.0. La mayoría de las puérperas tenía entre 20 y 25 años de edad, más de siete años de estudio, estaba casada/unión libre y había tenido 3 a 5 embarazos. De las 83 (95,4% madres que habían experimentado la lactancia materna anterior, 58 (69,87% lo hicieron por más de 4 meses. Entre las razones que llevaron a las multíparas a desmamar precozmente, la principal fue creer que el niño rechazó la leche, por lo tanto la leche en polvo fue el primer alimento ofrecido a los niños (46,93%. Consiguientemente, aún se observa que es urgente dejar claro para las madres la importancia del proceso de amamantar.

  4. Fatores associados ao atraso no desenvolvimento em crianças, Rio Grande, Rio Grande do Sul, Brasil Factores asociados con retraso en el desarrollo de los niños, Rio Grande, Rio Grande do Sul, Brasil Factors associated with delay in development in children, Rio Grande, Rio Grande do Sul, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Alves Veleda

    2011-03-01

    Full Text Available Estudo analítico com o objetivo de avaliar os fatores associados ao atraso no desenvolvimento em crianças entre 8 a 12 meses de idade indicadas como de risco ao nascer no município do Rio Grande, Rio Grande do Sul, Brasil. Foram utilizados como instrumentos o Teste de Triagem de Desenvolvimento de Denver II (TTDD II, a avaliação antropométrica e questionários estruturados. Participaram 220 crianças consideradas de risco ou não ao nascer. Foi encontrada uma prevalência de 20,5% de suspeita de atraso no desenvolvimento neuropsicomotor. As crianças que apresentaram risco de um TTDD II suspeito faziam parte de famílias de mais baixa renda; eram filhos de mães que haviam realizado menos de seis consultas de pré-natal e apresentavam índice peso-idade inadequado. Os dados sugerem a necessidade de um replanejamento das políticas de saúde infantil, visto que outros critérios poderiam ser incluídos nas condições de risco para a criança ao nascer.Estudio analítico con el objetivo de evaluar los factores asociados al atraso en el desarrollo en niños de 8 a 12 meses de edad indicados como riesgo al nacer en el municipio de Rio Grande, RS, Brasil. Fueron utilizadas como herramientas la Prueba de Tamizaje del Desarrollo de Denver II, la evaluación antropométrica y cuestionarios estructurados. Participaron 220 niños considerados de riesgo o no al nacer. Fue encontrada una prevalencia del 20,5% de sospecha de atraso en el desarrollo neuropsicomotor. Los niños que presentaron riesgo de un DDST II sospechoso formaban parte de familias de más baja renta; eran hijos de madres que habían realizado menos de seis consultas de prenatal y presentaban índice peso-edad inadecuado. Los datos sugieren la necesidad de un replanteamiento de las políticas de salud infantil, así como otros criterios podrían ser inclusos en las condiciones de riesgo para el niño al nacer.This analytical study aims to evaluate the factors associated to

  5. Fatores associados ao uso de benzodiazepínicos no serviço municipal de saúde da cidade de Coronel Fabriciano, Minas Gerais, Brasil Factors associated with benzodiazepine prescription by local health services in Coronel Fabriciano, Minas Gerais State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karleyla Fassarela Firmino

    2011-06-01

    Full Text Available O uso inadequado de benzodiazepínicos é observado em diversos países. Este estudo transversal avaliou os fatores associados à prescrição de benzodiazepínicos para os usuários do Serviço Municipal de Saúde de Coronel Fabriciano, Minas Gerais, Brasil. A coleta de dados foi feita a partir da notificação das receitas (n = 1.866, entre setembro e outubro de 2006. Análises bivariada e multivariada, utilizando regressão de Poisson, foram executadas. O uso prolongado de benzodiazepínicos foi associado independentemente com o tipo de benzodiazepínico prescrito e cadastro em programas de saúde. O uso concomitante de outros psicofármacos foi associado independentemente com a idade e cadastro nos programas de saúde. O tipo de benzodiazepínico utilizado (Diazepam ou Clonazepam esteve independentemente associado com a idade e sexo dos pacientes, bem como, com a participação em programas de saúde. Os fatores associados à prescrição de benzodiazepínicos evidenciam a amplitude do problema e devem ser considerados no planejamento de intervenções para a racionalização da utilização desses medicamentos no município, particularmente na organização dos programas de saúde.Numerous countries have witnessed increasing misuse of benzodiazepines. This cross-sectional study assessed the factors associated with prescription of benzodiazepines for users of the Municipal Health Service in Colonel Fabriciano, Minas Gerais State, Brazil. Data were collected from official records on drug prescription (n = 1,866 from September to October 2006. Bivariate and multivariate analyses using Poisson regression were performed. Prolonged benzodiazepine use was independently associated with benzodiazepine type and patient participation in health programs. Concomitant use of other psychoactive drugs was independently associated with age and participation in health programs. Type of benzodiazepine (clonazepam or diazepam was independently associated with

  6. Prevalência e fatores associados ao tabagismo em escolares da Região Sul do Brasil Prevalencia y factores asociados al tabaquismo en escolares, Sur de Brasil Prevalence and risk factors associated with smoking among school children, Southern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Luiza Curi Hallal

    2009-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar a prevalência do tabagismo em estudantes e os fatores associados. MÉTODOS: Foram utilizados dados secundários, provenientes do inquérito Vigescola realizado em Curitiba (PR, Florianópolis (SC e Porto Alegre (RS em 2002 e 2004. A amostra compreendeu 3.690 escolares de 13 a 15 anos, cursando as sétima e oitava séries do ensino fundamental e primeira do ensino médio, em escolas públicas e privadas. Para a análise dos resultados foram estimadas proporções ponderadas, odds ratio (OR, e utilizada a técnica de regressão logística múltipla. RESULTADOS: As taxas de prevalência de tabagismo corresponderam a 10,7% (IC 95%: 10,2;11,3 em Florianópolis, 12,6% (IC 95%: 12,4;12,9 em Curitiba e 17,7% (IC 95%: 17,4;18,0 em Porto Alegre. Os fatores associados ao tabagismo em escolares em Curitiba foram: sexo feminino (OR=1,49, pai fumante (OR=1,59, amigos fumantes (OR=3,46, exposição à fumaça do tabaco fora de casa (OR=3,26 e possuir algum objeto com logotipo de marca de cigarro (OR=3,29. Em Florianópolis, as variáveis associadas ao tabagismo foram escolares do sexo feminino (OR=1,26, ter amigos fumantes (OR=9,31, exposição à fumaça do tabaco em casa (OR=2,03 e fora de casa (OR=1,45 e ter visto propaganda em cartazes (OR=1,82. Em Porto Alegre, as variáveis que estiveram associadas com o uso de tabaco pelos escolares foram sexo feminino (OR=1,57, idade entre 14 anos (OR=1,77 e 15 anos (OR=2,89, amigos fumantes (OR=9,12, exposição à fumaça do tabaco em casa (OR=1,87 e fora de casa (OR=1,77 e possuir algo com logotipo de marca de cigarro (OR=2,83. CONCLUSÕES: Há elevada prevalência de tabagismo entre escolares de 13 a 15 anos, cujos fatores significativamente associados comuns às três capitais são: ter amigos fumantes e estar exposto à fumaça ambiental fora de casa.OBJETIVO: Estimar la prevalencia del tabaquismo en estudiantes y los factores asociados. MÉTODOS: Fueron utilizados datos secundarios

  7. Factors associated with stages of change for red meat and vegetable intake by Japanese-Brazilians Fatores associados aos estágios de mudança para o consumo de carnes vermelhas, verduras e legumes em nipo-brasileiros

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patricia Barbieri

    2009-07-01

    Full Text Available Stages of change assess individual motivation for lifestyle changes, contributing to the development of more effective intervention strategies. The objective of the present study was to identify factors associated with stages of change for lower intake of red meat and higher intake of vegetables in a cross-sectional analysis of 578 Japanese-Brazilians aged 30-90 years. In adjusted logistic regression models, the odds ratios for women (OR = 1.89; 95%CI: 1.154; 3.103 and physically active individuals (OR = 1.00; 95%CI: 1.000; 1.001 were positively associated with stage of "action" for the higher intake of vegetables. Inverse associations were observed between central obesity (OR = 0.5; 95%CI: 0.351; 0.887 and highest tertile of red meat intake (OR = 0.50; 95%CI: 0.302; 0.817, as well as a positive association between age (OR = 1.04; 95%CI: 1.020; 1.070 and the stage of "action" to the lower intake of meat were verified. Motivation for Japanese-Brazilians to change their food intake was linked to lifestyle. Stage of change is an important factor in mediating food intake behavior change.Os estágios de mudança avaliam a motivação individual em alterar hábitos de vida, contribuindo para a elaboração de estratégias de intervenção mais efetivas. O objetivo do presente estudo foi identificar fatores associados aos estágios de mudança para a motivação ao menor consumo de carnes vermelhas e maior consumo de hortaliças em análise transversal conduzida entre 578 nipo-brasileiros, idades entre 30-90 anos. Em modelos de regressão logística ajustados verificou-se maior odds ratio entre participantes do sexo feminino (OR = 1,89; IC95%: 1,154; 3,103 e praticantes de atividades físicas (OR = 1,00; IC95%: 1,000; 1,001 para o estágio de "ação" para maior consumo de hortaliças. Verificou-se relação inversa entre presença de obesidade abdominal (OR = 0,56; IC95%: 0,351; 0,887, maior tercil de consumo de carnes vermelhas (OR = 0,50; IC95%: 0

  8. Acesso à internação e fatores associados ao óbito hospitalar por doenças isquêmicas do coração no SUS Hospital admission and hospital death associated to ischemic heart diseases at the National Health System (SUS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia Alves Evangelista

    2008-02-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Análises de mortalidade por doenças cujo desfecho depende de intervenção médica adequada e oportuna permitem apontar fragilidades e desigualdades de acesso no cuidado à saúde. Doenças isquêmicas do coração servem como modelo para essa avaliação. OBJETIVO: O estudo investiga os fatores associados ao óbito hospitalar nas internações por infarto agudo do miocárdio (IAM e insuficiência coronariana (IC, e se a via de internação pela Central de Internação (CI da Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte (SMSA-BH esteve associada ao óbito hospitalar após ajuste por fatores relevantes. MÉTODOS: Dados obtidos das Autorizações de Internações Hospitalares (AIH e dos laudos e pedidos de vaga para internações da SMSA sobre a última internação realizada com hipótese diagnóstica de IAM ou IC. Análise multivariada foi realizada para identificar fatores de risco para o óbito hospitalar. RESULTADOS: Não houve associação entre via de acesso à internação e risco de óbito hospitalar por essas causas. Análise multivariada demonstrou maior risco de óbito para pacientes com 60 anos de idade ou mais velhos (odds ratio [OR] = 2,9, hipótese diagnóstica de IAM (OR = 3,0, uso de Unidade de Terapia Intensiva [UTI] (OR = 1,6, sexo feminino (OR = 1,4, especialidade cirúrgica (OR = 1,9 e hospital público (OR = 3,5. Nas internações por IAM, houve também maior risco de morte de pacientes internados no fim de semana (OR = 1,7. CONCLUSÃO: Novas investigações são necessárias para avaliar a assistência prestada nos finais de semana e a realizada nos hospitais públicos, levando em consideração outros fatores dos hospitais, dos pacientes e do processo da assistência, para subsidiar propostas que garantam maior eqüidade e maior qualidade da assistência pública.BACKGROUND: Analyses on mortality rate due to diseases when outcome depends on proper, timely medical intervention may point out the

  9. Fatores associados ao domicílio e à família na determinação da hanseníase, Rio de Janeiro, Brasil Factors associated with household and family in leprosy transmission in Rio de Janeiro, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vera Lúcia G. de Andrade

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi analisar algumas características dos domicílios e dos chefes de família como possíveis fatores de determinação da hanseníase. Compararam-se unidades domiciliares onde existiam casos de hanseníase com dois grupos de domicílios de não hansenianos. Como grupos de domicílios sem casos de hanseníase, estudaram-se os domicílios vizinhos dos doentes e os domicílios fora dos focos ou áreas sem casos de hanseníase. Todos os domicílios localizam-se no município de São Gonçalo, área endêmica urbana na periferia da região metropolitana do Rio de Janeiro. Em um mapa aerofotogramétrico, contendo a descrição dos 584 setores censitários, marcaram-se todos os 2412 casos diagnosticados residentes. Compararam-se os domicílios com casos de hanseníase, Grupo I, com os seus respectivos vizinhos (Grupo II e com os domicílios fora do foco (Grupo III. Os domicílios do Grupo I foram pareados com os seus respectivos vizinhos (Grupo II e processados pelo método condicional. Para a comparação entre os grupos I e grupo III, usou-se o método incondicional. O Grupo I comparado com o II apresentou associação entre idade e nível de escolaridade do chefe da família. A comparação das características dos chefes de família e dos domicílios com casos de hanseníase em relação aos localizados fora do foco mostrou, como fatores diferenciais, idade, tipo de casa e disponibilidade de pontos de água intradomiciliar. Os autores discutem que os contrastes da área fora do foco são indicativos de um assentamento populacional mais recente e não de fatores associados à hanseníase. Somente na análise pareada dos doentes com seus vizinhos, estando então os fatores ambientais da área de foco controlados, confirmou-se a associação da idade e do grau de escolaridade. Com os determinantes do nível particular próprio do grupo social, interagem, no nível individual, a idade e o grau de escolaridade como fatores que

  10. Fatores associados à não-adesão ao tratamento com anti-hipertensivos em pessoas atendidas em unidades de saúde da família Risk factors associated with non-adherence to anti-hypertensive medication among patients treated in family health care facilities

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ernani Tiaraju de Santa-Helena

    2010-12-01

    Full Text Available Para estimar a prevalência e analisar fatores associados à não-adesão ao tratamento de pessoas com hipertensão arterial sistêmica, atendidas em unidades de saúde da família, procedeu-se a estudo transversal com 595 pacientes. A variável dependente não-adesão foi medida com questionário (Questionário de Adesão a Medicamentos - QAM-Q. Foram coletadas variáveis sócio-econômicas, assistenciais, pessoais e do tratamento, analisadas por modelo de regressão logística hierarquizado. A prevalência de não-adesão foi de 53%. As variáveis associadas à não-adesão foram: (1 sócio-econômicas _ pertencer às classes econômicas C/D/E, estar inserido no mercado de trabalho, em ocupações não qualificadas; (2 assistenciais _ precisar comprar os medicamentos e mais que 6 meses desde a última consulta, e; (3 características das pessoas e do tratamento _ interromper previamente o tratamento, estar em tratamento há menos de 3 anos e presença de transtorno mental comum. O estudo dos determinantes da não-adesão articulados em um modelo hierarquizado sugere que as desigualdades sociais se mostram diretamente associadas à não-adesão, ou mediadas por fatores dos serviços e das pessoas.In order to estimate the prevalence of treatment non-adherence and associated factors among individuals with systemic arterial hypertension treated at family health care facilities, a cross-sectional study was performed with 595 patients. The dependent variable non-adherence was measured with a Medication Adherence Questionnaire (MAQ. A hierarchical logistic regression model was used to analyze socioeconomic, health care-related, personal, and treatment-related variables. Prevalence of non-adherence was 53%. Variables associated with non-adherence were: (1 socioeconomic _ belonging to economic classes C, D, or E; work market participation in unskilled labor; (2 health care _ out-of-pocket payment for medication; more than six months since last

  11. Factors associated with absenteeism-illness in rural workers in a timber company Factores asociados al absentismo-enfermedad de los trabajadores rurales de una empresa forestal Fatores associados ao absenteísmo-doença dos trabalhadores rurais de uma empresa florestal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariana Roberta Lopes Simões

    2012-08-01

    Full Text Available The monitoring of absenteeism-illness has revealed its high prevalence, and a strong relationship with work. This study aimed to analyze the factors associated with absenteeism-illness among the rural workers in a timber company in Minas Gerais, Brazil. It is an analytical cross-sectional study, carried out among 883 workers. The medical certificates issued in the company over one year were surveyed. For the analysis, use was made of descriptive statistics and bi- and multivariable analyses. The strength of association was measured by the odds ratio (OR with help from logistic regression (pEl acompañamiento del absentismo-enfermedad ha revelado altas prevalencias y fuerte relación con el trabajo. Se objetivó analizar los factores asociados al absentismo-enfermedad de los trabajadores rurales de una empresa forestal en Minas Gerais- Brasil. Se trata de un estudio transversal, analítico, realizado con 883 trabajadores. Fueron levantados los testificados médicos durante un año. Se utilizó para análisis estadístico descriptivo, análisis bi y multivariadas. La fuerza de asociación fue medida por el odds ratio (OR con auxilio de la regresión logística (pO acompanhamento do absenteísmo-doença tem revelado altas prevalências e forte relação com o trabalho. Objetivou-se analisar os fatores associados ao absenteísmo-doença dos trabalhadores rurais de uma empresa florestal em Minas Gerais, Brasil. Trata-se de estudo transversal, analítico, realizado com 883 trabalhadores. Foram levantados os atestados médicos desses trabalhadores, durante um ano. Utilizaram-se, para análise estatística descritiva, análises bi e multivariadas. A força de associação foi medida pelo odds ratio (OR com auxílio da regressão logística (p<0,05. Foi encontrada prevalência de 54,0% de atestados na população. A análise bivariada revelou associação entre a função (ajudante florestal (OR=13,1, marceneiro (OR=15 e operador de motosserra (OR=39

  12. Fatores prognósticos associados ao tratamento cirúrgico da mielorradiculopatia espondilótica cervical Factores pronósticos asociados con el tratamiento quirúrgico de la mielorradiculopatía cervical espondilótica Prognostic factors associated with surgical treatment of cervical spondylotic myeloradiculopathy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Meluzzi

    2012-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar os fatores clínicos dos indivíduos, fatores sociais, ambientais e dos exames de imagem que se correlacionam ao resultado final de melhora neurológica em pacientes submetidos ao tratamento cirúrgico da mielopatia espondilótica cervical. MÉTODOS: A avaliação clínica foi quantificada pela escala deficitária da JOA. Analisamos 200 casos de mielorradiculopatia cervical, operados no HC-FMUSP, no período de janeiro de 1993 a janeiro de 2007. A média de segmento foi de 06 anos e 08 meses. A análise radiológica foi baseada nos critérios de instabilidade de White e scala de Kellgren. RESULTADOS: Em 80% houve melhora, 14% estabilização e em 6% piora do quadro neurológico. A piora neurológica não foi associada com nenhum fator clínico, ambiental ou de imagem. A melhora neurológica foi diretamente proporcional a menor idade na cirurgia, ausência de co-morbidade, sinal de Hoffman, atrofia muscular, hipersinal medular na RNM, menor período de evolução pré-operatório, melhor status neurológico pré-operatório e inversamente proporcional ao diâmetro AP do canal medular e multiplicidade de compressões. Identificou-se associação com o tabagismo. Mais de 70 anos, evolução superior a 24 meses, atrofia muscular, pontuação JOA igual ou inferior a sete pontos e diâmetro AP do canal inferior ou igual a seis mm não foram associado à melhora.OBJETIVO: Identificar los factores clínicos de los pacientes, factores sociales, ambientales y de exámenes de imagen que se correlacionan con el resultado final de mejoría neurológica en pacientes sometidos a tratamiento quirúrgico de la mielopatía cervical espondilótica. MÉTODOS: La evaluación clínica fue cuantificada por la escala de JOA. Se analizaron 200 casos de mielorradiculopatía cervical, operados en el HC-FMUSP, desde enero de 1993 a enero de 2007. El promedio del segmento fue de 06 años y 08 meses. El análisis radiológico se basó en los criterios

  13. Fatores associados ao abandono da quimioprofilaxia de TB no município de Vitória (ES: um estudo de coorte histórica Factors associated with nonadherence to TB chemoprophylaxis in Vitória, Brazil: a historical cohort study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ethel Leonor Noia Maciel

    2009-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever os fatores associados ao abandono de quimioprofilaxia de TB em maiores de 15 anos atendidos em programas de referência de controle da doença. MÉTODOS: Realizou-se um estudo de coorte histórica com análise de prontuários preenchidos entre 2002 e 2007 nos programas de referência de controle da doença no município de Vitória (ES. Os casos de infecção por Mycobacterium tuberculosis foram estratificados em dois grupos- profissionais de saúde (grupo PS e indivíduos não profissionais de saúde (grupo NPS. RESULTADOS: Um total de 395 indivíduos foi incluído no estudo: 35 no grupo PS e 360 no grupo NPS. A média de idade nos grupos PS e NPS foi de 34,8 e 32,4 anos, respectivamente (p = 0,36. A maioria de pacientes no grupo PS eram mulheres (29; 82,9%, enquanto 180 pacientes no grupo NPS eram mulheres (50,0%. Nos grupos PS e NPS, 15 e 169 pacientes (42,9% vs.46,9%, respectivamente, tiveram contatos de pacientes com TB, e 9 e 157 (25,7% vs. 78,5% eram portadores de HIV, respectivamente. O abandono da quimioprofilaxia foi de 37,1% e 21,9% nos grupos PS e NPS, respectivamente (p = 0,042. Na análise multivariada, os fatores associados ao abandono da quimioprofilaxia foram ser profissional de saúde (OR = 8,60; IC95%: 2,09-35,41, indivíduos HIV positivos (OR = 4,57; IC95%: 1,2-17,5, ser contato de paciente com TB (OR = 2,65; IC95%: 1,15-6,12. CONCLUSÕES: Os programas de controle de TB necessitam de novas estratégias em relação à adesão à quimioprofilaxia, principalmente para os profissionais de saúde e pacientes HIV positivos.OBJECTIVE: To describe the factors associated with nonadherence to TB chemoprophylaxis in patients older than 15 years of age treated via referral TB control programs. METHODS: A historical cohort study was carried out based on medical charts related to cases treated via referral TB control programs in the city of Vitória, Brazil, between 2002 and 2007. Cases of infection with Mycobacterium

  14. Factors associated with overweight and central adiposity in urban workers covered by the Workers Food Program of the Brazilian Amazon Region Fatores associados ao sobrepeso e adiposidade central em trabalhadores urbanos assistidos pelo Programa de Alimentação do Trabalhador da região amazônica do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marília S. Araújo

    2010-09-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To investigate factors associated with overweight and abdominal obesity in male and female workers. METHODS: This is a cross-sectional population-based study. A representative sample of 1,054 workers ranging from 18 to 74 years of age, selected among individuals covered by the Workers´ Food Program living in the Metropolitan region of Belém, Northern Brazil. Health-related behavior and anthropometry were assessed. Fasting blood samples were collected. RESULTS: Overweight prevalence was 38.0% among women and 50.4% among men. Among overweight subjects, there were 6.1% obese women and 10.7% obese men. Multivariate analysis was used to identify social behavior and clinical-biochemical factors associated with increased body adiposity (BMI > 25 kg/m² and increased waist circumference: > 80 cm for women and > 94 cm for men. Variables positively and significantly associated with overweight and abdominal obesity in men according to prevalence ratio (PR values were: age (1.02, high family income (1.05, smoking (1.36, hypertension (systolic blood pressure, 1.41; diastolic blood pressure, 1.85 and hypertriglyceridemia (2.29. In women, the PR of increased body adiposity was associated with: age (1.02, alcohol intake (1.42, hypertriglyceridemia (1.44, diastolic blood pressure (1.65 and hyperglycemia (1.71. CONCLUSIONS: The association of overweight and abdominal obesity with social behavior variables should be corrected with preventive and educational measures. Furthermore, association of overweight and abdominal obesity with clinical and biochemical variables places the urban workers from the Amazon region assisted by the Workers´ Food Program at a possible risk for morbidity and mortality from increased body adiposity.OBJETIVO: Investigar os fatores associados ao sobrepeso e a obesidade abdominal em trabalhadores de ambos os sexos. MÉTODO: Estudo transversal de base populacional, de uma amostra representativa de 1054 trabalhadores, com idade

  15. Fatores preditores e associados à satisfação dos estudantes de enfermagem

    OpenAIRE

    Hirsch, Carolina Domingues; Barlem, Edison Luiz Devos; Barlem,Jamila Geri Tomaschewski; Silveira, Rosemary Silva da; Mendes,Daniel Pinho

    2015-01-01

    Resumo Objetivo Identificar os preditores e fatores associados à satisfação dos estudantes de enfermagem com as atividades de currículo e ensino, interação social/profissional e ambiente de aprendizagem do curso de graduação. Métodos Estudo transversal, realizado com 123 estudantes de enfermagem de uma universidade pública. O instrumento de pesquisa foi o Nursing Student Satisfaction Scale. Para a análise dos dados foi utilizada a estatística descritiva, análise de variância e análise de ...

  16. Fatores associados à violência por parceiro íntimo em mulheres brasileiras

    OpenAIRE

    d'Oliveira, Ana Flávia Pires Lucas; Schraiber,Lilia Blima; França-Junior,Ivan; Ludermir,Ana Bernarda; Portella,Ana Paula; Diniz,Carmen Simone; Couto,Márcia Thereza; Valença, Otávio

    2009-01-01

    OBJETIVO: Estimar a prevalência e os fatores associados à violência física e/ou sexual por parceiro íntimo em diferentes contextos socioculturais. MÉTODOS: Estudo transversal, participante do WHO Multi-country Study on Women's Health and Domestic Violence against women, com amostra representativa de mulheres no município de São Paulo e Zona da Mata de Pernambuco, região com normas mais tradicionais de gênero. Foram entrevistadas no domicílio 940 mulheres de São Paulo e 1.188 da Zona da Mata, ...

  17. Factors associated with nonadherence of tuberculosis treatment in the state of Paraná Factores asociados al abandono del tratamiento de tuberculosis en el estado de Paraná Fatores associados ao abandono do tratamento de tuberculose no estado do Paraná

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mara Cristina Ribeiro Furlan

    2012-01-01

    conocimiento de esos aspectos puede subsidiar una actuación más efectiva en el combate al abandono del tratamiento de la tuberculosis.OBJETIVOS: Descrever o perfil epidemiológico e clínico dos casos de tuberculose notificados no Estado do Paraná e identificar fatores associados ao abandono do tratamento. MÉTODOS: O estudo do tipo ecológico que levantou os casos de tuberculose notificados no período entre 2006 e 2010, com uso da estatística descritiva e regressão logística binária, com nível de significância de 5%. RESULTADOS: Nesse período, foram notificados 15.077 casos, dos quais 84,2% eram novos. A maioria dos doentes era do gênero masculino, de cor/etnia/etnia branca, e mais da metade tinha menos de 40 anos e baixa escolaridade. As taxas de incidência e de abandono do tratamento foram maiores que as taxas nacionais. Menos da metade fez tratamento diretamente observado. Indivíduos jovens, etilistas, desempregados, de baixa escolaridade e com abandono do tratamento anterior tiveram mais chances de abandonar o tratamento. CONCLUSÃO: O conhecimento desses aspectos pode subsidiar uma atuação mais efetiva no combate ao abandono do tratamento da tuberculose.

  18. Fatores associados ao aborto induzido entre jovens pobres na cidade de São Paulo, 2007 Factores asociados al aborto inducido entre jóvenes pobres en la ciudad de Sao Paulo, 2007 Factors associated with induced abortion among poor youth in the city of São Paulo, 2007

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rebeca de Souza e Silva

    2012-12-01

    Full Text Available Esse artigo investiga fatores associados ao aborto induzido entre jovens residentes numa comunidade pobre da cidade de São Paulo. A amostra foi composta por 102 homens e 99 mulheres de 14 a 25 anos de idade que já haviam iniciado suas vidas sexuais. Usou-se o modelo hierárquico de regressão logística. As variáveis não ter companheiro sexual no momento da entrevista, sexo do entrevistado, idade no momento da entrevista, priorizar morar só e número de gestações compuseram o modelo final. Dar muita importância a morar só quadruplica a chance de ocorrer um aborto. Jovens mais velhos foram menos propensos a se deparar com um aborto, dado que a chance de se optar pelo aborto se reduz 17% para cada incremento de um ano na idade dos jovens. Isso é indicativo de que as gestações ocorreram de forma inesperada, intempestiva, como é praxe nas condutas adolescentes, sendo as maiores candidatas a terminarem em aborto provocado. Evidencia-se, portanto, a necessidade de serem investidos recursos financeiros para obtenção de métodos contraceptivos eficazes e inócuos, destinados ao início da vida sexual.Este artículo investiga factores asociados al aborto inducido entre jóvenes residentes en una comunidad pobre de la ciudad de Sao Paulo. La muestra estaba compuesta por 102 hombres y 99 mujeres de 14 a 25 años de edad que ya habían dado inicio a sus vidas sexuales. Se usó el modelo jerárquico de regresión logística. Las variables: no tener compañero sexual en el momento de la entrevista, sexo del entrevistado, edad en el momento de la entrevista, priorizar vivir solo, y número de gestaciones, compusieron el modelo final. Dar mucha importancia a vivir solo cuadruplica la posibilidad de que se produzca un aborto. Jóvenes de mayor edad fueron menos propensos a encontrarse con un aborto, dado que la posibilidad de optar por un aborto se reduce un 17%, respectoa cada incremento de un año en la edad de los jóvenes. Eso es indicativo de

  19. Prevalência e fatores associados à prematuridade entre gestantes submetidas à inibição de trabalho de parto prematuro

    OpenAIRE

    Bezerra,Lucila Coca; Sonia M. Junqueira V. de Oliveira; Latorre,Maria do Rosário Dias de Oliveira

    2006-01-01

    OBJETIVOS: identificar a prevalência de parto prematuro em gestantes submetidas ao tratamento de inibição de trabalho de parto prematuro e analisar os fatores associados. MÉTODOS: estudo transversal, com dados coletados de 163 prontuários de gestantes submetidas a tratamento de inibição de trabalho de parto prematuro atendidas em 1995-2000, no Hospital Universitário da Universidade de São Paulo, Brasil. A variável dependente constituiu-se na ocorrência de parto prematuro e as independentes fo...

  20. Nutritional status in the oldest elderly and associated factors Estado nutricional de idosos longevos e fatores associados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elaine Caroline Boscatto

    2013-02-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To verify factors associated with nutritional status in an oldest elderly communitydwelling population in Southern Brazil. METHODS: This cross-sectional epidemiological and household-based study involved all subjects (n = 134 aged > 80 years who were living in Antônio Carlos (Santa Catarina state, Brazil. Nutritional status was assessed by body mass index (BMI 27.0 kg/m2, overweight. Explanatory variables in the study were: gender (women/ men, literacy (knows how to write and read - yes/no, living conditions (lives alone/with company, cognitive function (normal/altered, eating difficulty (yes/no, medication use (none to two/three or more, morbidity (none to two/three or more diseases, alimentary pattern (adequate/inadequate, alcohol consumption (none to one day a week, two or more days a week, cigarette smoking (never/current or former smoker, physical activity level ( 150 min/week, and sitting time ( 4 hours but 6 hours/day. RESULTS: Prevalence of underweight was 27.3% in men and 12.8% in women (p OBJETIVO: Verificar os fatores associados ao estado nutricional de uma população de idosos longevos vivendo em comunidade no sul do Brasil. MÉTODOS: Este estudo epidemiológico, transversal, de base domiciliar, envolveu todos os idosos (n = 134, com idade > 80 anos, residentes no município de Antônio Carlos (Santa Catarina. O estado nutricional foi verificado por meio do índice de massa corporal: (IMC 27,0, excesso de peso. As variáveis exploratórias do estudo foram: sexo, saber ler e escrever (sim/não; arranjo familiar (mora só/acompanhado; função cognitiva (normal/alterada; dificuldade para comer (sim/não; uso de medicamentos (0-2/3 ou mais; morbidades (0-2/ 3 ou mais, padrão alimentar (adequado/não adequado; consumo de bebidas alcoólicas (0-1 dia/sem. ou 2 ou mais dias/sem; tabagismo (nunca/fumante ou ex-fumante; nível de atividade física ( 150 min./sem.; tempo sentado ( 4 horas mas 6 horas/dia. RESULTADOS: A preval

  1. Comportamento de violência e fatores associados entre estudantes de Barra do Garças, MT

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marta de Lima Castro

    2011-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar a prevalência de violência entre adolescentes e jovens adultos e identificar fatores associados. MÉTODOS: Estudo transversal com amostragem aleatória sistemática de 699 estudantes do ensino fundamental e médio da rede pública urbana de Barra do Garças, MT, em 2008. Questionário autopreenchível foi aplicado em sala de aula sem a presença do professor. O desfecho "comportamento violento" foi definido como (1 uso de arma de fogo ou branca, e/ou (2 agressões contra si e ou terceiros, e/ou (3 tentativa de suicídio. As variáveis independentes analisadas foram idade, gênero, condição socioeconômica, uso de álcool, uso de drogas psicoativas, atividade sexual e relacionamento com os pais. Foram realizadas análises univariadas e regressão múltipla ajustada para efeito de agregado. RESULTADOS: A prevalência de violência foi de 18,6%, variando segundo a idade: de 10,1% no grupo de dez e 11 anos; 20,2% dos 12 aos 19 anos; e 4,5% dos 20 e 21 anos. Os fatores associados ao comportamento de violência foram uso de álcool (RP = 2,51, IC95% 1,22;5,15, uso de drogas psicoativas (RP = 2,10, IC95%1,61;2,75, gênero masculino (RP = 1,63, IC95% 1,13;2,35 e relações insatisfatórias entre os pais (RP = 1,64, IC95% 1,25;2,15. CONCLUSÕES: Os resultados indicam alta prevalência de violência entre os adolescentes na faixa etária de 12 a 19 anos, sobretudo entre os usuários de álcool e drogas, do sexo masculino, de família cujos pais não possuem relações satisfatórias. Embora sem significância estatística no modelo final de regressão, a defasagem escolar e nível socioeconômico devem ser considerados em ações educativas de prevenção ao comportamento de violência entre estudantes.

  2. fatores associados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jenny Karol Gomes Sato Sgobero

    2015-01-01

    Full Text Available Identificar algunos factores asociados a la violencia física por compañero íntimo en el embarazo. Estudio trasversal con 358 pu érperas habitantes del municipio de Maringá (Paraná, Brasil, atendidas por el Sistema Único de Salud, en el que se utilizó el instrume nto World Health Organization Violence Against Women. El análisis de asociación se realizó por medio del Odds Ratio (OR. La prevalencia de la violencia física por compañero íntimo en el embarazo fue de 7,5%, siendo mayor entre las multigestas (89%; OR = 6,3; p<0,001. Hubo asociación significativa de la violencia física por compañero íntimo en el embarazo con no tener religión (OR = 3,1; p = 0,008, haber fumado en el embarazo (OR = 2,7, p = 0,025 y haber tenido hijo de otra pareja (OR = 3,4; p = 0,011. En relación con las características de la pareja, hubo asociación con el no haber trabajado durante el embarazo OR = 8,2; p<0,001 y el uso de drogas ilícitas (OR = 3,1, p = 0,0 31. Los profesionales de salud que atienden en el prenatal deben investigar posibles ocurrencias de violencia física en el embarazo, so bre todo en mujeres multigestas, y ofrecer atención multidisciplinaria extensiva a la familia, desde la planeación hasta el cuidado psicosocial.

  3. Estudo transversal sobre fatores associados ao baixo peso ao nascer a partir de informações obtidas em sala de vacinação Cross-sectional study of factors associated to low birthweight according to records obtained in vaccination service

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Fernando Costa Nascimento

    2003-03-01

    Full Text Available OBJETIVOS: estimar alguns fatores de risco para baixo peso ao nascer, em Guaratinguetá, cidade do Sudeste do Brasil, com dados primários obtidos junto a mães que procuraram o setor de vacinação do Sistema Único de Saúde em 1998. MÉTODOS: estudo transversal com amostra de conveniência e correspondente a 598 mães entrevistadas - 28,9% dos partos ocorridos no ano de 1998. As variáveis independentes foram ganho de peso materno, número de consultas realizadas no pré-natal, paridade, infecção no trato gênito-urinário, hipertensão arterial, outros filhos com baixo peso, tabagismo, idade materna e situações conjugal e trabalhista. Utilizou-se regressão logística e foram estimados os riscos relativos e o risco atribuível populacional; o nível de significância foi p OBJECTIVES: to estimate some of the risk factors for low birthweight in Guaratinguetá, a city located in Southeast Brazil, based on records from mothers seeking the vaccination service of the Universal Health Systemin 1998. METHODS: cross-sectional studies with convenience sampling corresponding to 598 mothers interviewed - 28, 9% of the deliveries in the year of 1998. Independent variables were maternal weight gain, number of medical visits, parity, infection of the genital and urinary tract, arterial hypertension, smoking, mother's age and marriage and job status. Logistic regression was used and relative and population attributable risk estimated; significance level was established at p < 0,05. RESULTS: variables with statistical significance present in the final model were maternal age under 20 years old (OR = 2,08 other underweight children (OR = 3,94, weight gain equal or under 10kg (OR = 1,69, arterial hypertension (OR = 2,16 and smoking (OR = 2,43. CONCLUSIONS: the control of these last three factors, that may occur during prenatal care, to the contrary of the other two, may reduce in almost 50% the prevalence of low birthweight.

  4. Factors related to inadequate cervical cancer screening in two Brazilian state capitals Factores asociados al rastreo inadecuado del cáncer cervical en dos capitales brasileras Fatores associados ao rastreamento inadequado do câncer cervical em duas capitais brasileiras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luís Felipe Leite Martins

    2009-04-01

    ,1% (IC 95%: 16,1;22,1 en Fortaleza y 16,5% (IC 95%: 14,1;18,9 en Río de Janeiro. Las mayores razones de prevalencia para la no realización del examen en las dos localidades fueron entre mujeres con baja escolaridad, de menor renta per capita, con edad más avanzada, no casadas y que nunca fueron sometidas a la mamografía, al examen clínico de las mamas y a los exámenes de glicemia y colesterolemia. Así mismo, las fumadoras fueron menos sometidas al examen de Papanicolaou cuando se compararon con las demás mujeres, siendo la diferencia estadísticamente significativa solamente en Río de Janeiro. CONCLUSIONES: Los resultados apuntan la necesidad de intervención principalmente en mujeres de peores condiciones socioeconómicas y de acceso a la salud, con edades más avanzadas y no casadas. Las actividades de educación para el diagnóstico precoz y para el rastreo en mujeres sintomáticas y asintomáticas deben ser priorizadas con garantía de acceso a los métodos de diagnóstico y tratamiento adecuados.OBJETIVO: Analisar fatores associados à não-realização do exame de Papanicolaou. MÉTODOS:Estudo transversal, de base populacional, com amostragem por conglomerados com dois estágios de seleção e autoponderada em 2002. As participantes foram mulheres de 25 a 59 anos de idade nos três anos anteriores à pesquisa, nos municípios de Fortaleza (CE e Rio de Janeiro (RJ. Os dados foram analisados por regressão de Poisson por meio de modelo hierárquico. RESULTADOS: O percentual de mulheres não submetidas ao exame de Papanicolaou foi de 19,1% (IC 95%: 16,1;22,1 em Fortaleza e 16,5% (IC 95%: 14,1;18,9 no Rio de Janeiro. As maiores razões de prevalência para a não-realização do exame nas duas localidades foram entre mulheres com baixa escolaridade, de menor renda per capita, com idade mais avançada, não-casadas e que nunca foram submetidas à mamografia, ao exame clínico das mamas e aos exames de glicemia e colesterolemia. Além disso, as fumantes foram

  5. Fatores associados à baixa adesão ao exame colpocitológico em mães adolescentes Factores asociados a la baja adhesión al examen colpocitológico en madres adolescentes Factors associated with poor adherence to colpocytological examination in adolescent mothers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosimeire Pereira Bressan Batista

    2012-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar os fatores associados à baixa adesão ao teste de Papanicolaou em um grupo de mães adolescentes. MÉTODOS: Estudo observacional, transversal realizado em dois hospitais públicos de Joinville, Santa Catarina. A amostra constituiu-se de 416 puérperas adolescentes. Os dados foram coletados no período de março a setembro de 2010 por meio de entrevista, durante a internação hospitalar. RESULTADOS: As adolescentes que apresentaram menor adesão à realização do teste de Papanicolaou foram as com idade inferior a 15 anos, somente estudantes, com baixa escolaridade e renda familiar, que utilizaram o preservativo como método contraceptivo, que possuíam somente um filho, que realizaram menos que seis consultas pré-natais e que não foram solicitadas a fazer o teste durante a gestação. CONCLUSÃO: As variáveis faixa etária, ocupação, escolaridade, anos de estudo, método contraceptivo, paridade, número de consultas pré-natais e a oferta do exame colpocitológico durante a gestação, foram significativamente associadas à realização do teste de Papanicolaou.OBJETIVO: Analizar los factores asociados a la baja adhesión al test de Papanicolao en un grupo de madres adolescentes. MÉTODOS: Estudio observacional, transversal realizado en dos hospitales públicos de Joinville, Santa Catarina. La muestra se constituyó de 416 puérperas adolescentes. Los datos fueron recolectados en el período de marzo a setiembre de 2010 por medio de una entrevista, durante el internamiento hospitalario. RESULTADOS: Las adolescentes que presentaron menor adhesión a la realización del test de Papanicolao fueron las que tenían edad inferior a 15 años, solamente estudiantes, con baja escolaridad e ingreso familiar, que utilizaron el preservativo como método anticonceptivo, que poseían solo un hijo, que realizaron menos de seis consultas prenatales y que no fueron solicitadas a hacerse el test durante la gestación. CONCLUSIÓN: Las

  6. Fatores associados ao consumo regular de refrigerante não dietético em adultos de Pelotas, RS Factores asociados al consumo regular de gaseosa no dietética en adultos de Pelotas, Sur de Brasil Factors associated with regular non-diet soft drink intake among adults in Pelotas, Southern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Airton José Rombaldi

    2011-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar fatores associados ao consumo regular de refrigerantes não dietéticos por adultos. MÉTODOS: Estudo transversal de base populacional com 972 adultos (20 a 69 anos do município de Pelotas, RS, realizado em 2006. A freqüência de consumo nos 12 meses anteriores à pesquisa foi medida por meio da pergunta: "em geral desde o do ano passado, quantas vezes tu tomaste refrigerante não dietético?". As respostas categorizadas foram dicotomizadas para fins de análise. Foi considerado consumo regular de refrigerante não dietético a freqüência de cinco ou mais vezes por semana. A associação entre o desfecho e variáveis demográficas, socioeconômicas, comportamentais e nutricionais foi analisada pelo teste qui-quadrado para heterogeneidade e tendência linear e a análise multivariável foi realizada por meio de regressão de Poisson, com variância robusta. RESULTADOS: Cerca de um quinto da população adulta de Pelotas (20,4% ingeria regularmente refrigerante não dietético. Indivíduos do sexo masculino (RP 1,50; IC95%: 1,20;2,00, fumantes atuais (RP 1,60; IC95%: 1,20;2,10 e que consumiam semanalmente lanches (RP 2,10; IC95%: 1,60;2,70 apresentaram maior prevalência de consumo de refrigerantes não dietéticos na análise ajustada. A análise estratificada por sexo mostrou que o consumo regular de frutas, legumes e verduras foi fator protetor ao consumo de refrigerantes entre mulheres (RP 0,50; IC95%: 0,30;0,90. CONCLUSÕES: A freqüência do consumo regular de refrigerantes não dietéticos na população adulta foi elevada, particularmente entre homens, jovens e fumantes.OBJETIVO: Analizar factores asociados al consumo regular de gaseosas no dietéticas por adultos. MÉTODOS: Estudio transversal de base poblacional con 972 adultos (20 a 69 años del municipio de Pelotas, Sur de Brasil, realizado en 2006. La frecuencia de consumo en los 12 meses anteriores a la investigación fue medida por medio de la pregunta: "en

  7. Prevalência de sibilância e fatores associados em crianças menores de 5 anos de Cuiabá, Mato Grosso, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antonia Maria Rosa

    2013-09-01

    Full Text Available A prevalência de sibilância no Brasil é elevada, com variações entre as regiões do país, bem como com fatores de risco diferenciados. Com o objetivo de analisar a prevalência de sibilância e fatores associados em menores de 5 anos em Cuiabá, Mato Grosso, Brasil, realizou-se estudo transversal, cuja amostra constou de 733 crianças. Foi utilizado o instrumento padronizado, resumido do Estudio Internacional de Sibilancias en Lactantes (EISL. Para análise dos fatores associados à sibilância foi aplicada regressão logística com abordagem hierarquizada. A prevalência de sibilância nos últimos 12 meses foi de 43,2%. Foram associados à sibilância: não amamentação ao seio por 6 meses ou mais (OR ajustada = 1,91; IC95%: 1,18-3,06, diagnóstico de asma familiar (OR ajustada = 2,02; IC95%: 1,06-3,87, doença prévia (OR ajustada = 1,81; IC95%: 1,05-3,14 e sexo masculino (OR ajustada = 1,50; IC95%: 1,07-2,11. Concluiu-se que a prevalência de sibilância em crianças dessa faixa etária em Cuiabá é elevada e está associada a fatores relacionados à provável atopia, doença prévia e sexo masculino.

  8. Prevalência e fatores associados à obesidade abdominal em pacientes em hemodiálise em Goiânia - GO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Tereza Vaz de Souza Freitas

    2013-12-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A presença de excesso de peso, especialmente obesidade visceral, contribui para o maior risco de complicações metabólicas e cardiovasculares em pacientes com doença renal crônica. OBJETIVO: Determinar a prevalência e os fatores associados à obesidade abdominal em pacientes em hemodiálise (HD. MÉTODOS: Estudo transversal com 344 pacientes maiores de 18 anos. A obesidade abdominal foi definida pela circunferência da cintura > 94 cm nos homens e > 80 cm nas mulheres. As variáveis independentes envolveram aspectos socioeconômicos, demográficos, hábitos de vida, tempo em HD, consumo alimentar e índice de massa corporal (IMC. A análise dos fatores associados foi realizada por regressão de Poisson múltipla, permanecendo no modelo final as variáveis com p 25 kg/m². Nos homens, a classe econômica D/E também permaneceu associada à obesidade abdominal, p < 0,05. CONCLUSÃO: Observou-se alta prevalência de obesidade abdominal em pacientes em hemodiálise. Idade superior a 40 anos, classes econômicas mais baixas, ingestão proteica inferior ao recomendado e excesso de peso foram associados à obesidade abdominal.

  9. Fatores associados à violência contra mulheres profissionais do sexo de dez cidades brasileiras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisca Sueli da Silva Lima

    Full Text Available Resumo: No Brasil, há um limitado número de estudos sobre violência contra mulheres profissionais do sexo, tema que vem instigando pesquisadores em todo o mundo, estimulados principalmente por possíveis associações desta com o HIV. Este trabalho objetiva estimar a prevalência de violência contra mulheres profissionais do sexo, segundo natureza e perpetrador, e identificar os fatores associados. Foi realizado um estudo transversal com dados de 2.523 mulheres profissionais do sexo de dez cidades brasileiras, recrutadas pelo método respondent-driven sampling (RDS. Os resultados mostraram que a prevalência de violência verbal foi de 59,5%; violência física 38,1%; sexual 37,8%. Violência física por parceiro íntimo, 25,2%; por clientes, 11,7%. Dentre os fatores associados à violência física estão: idade < 30 anos (ORa = 2,27; IC95%: 1,56-3,29; uso de drogas (ORa = 2,02; IC95%: 1,54-2,65; valor do programa até R$ 29,00 (ORa = 1,51; IC95%: 1,07-2,13. Conclui-se que as mulheres profissionais do sexo brasileiras vivenciam uma carga desproporcional de violência. Identificar fatores de vulnerabilidade é fundamental para as intervenções que garantam direitos humanos e controle do HIV.

  10. Fatores maternos e neonatais associados ao mecônio no líquido amniótico em um centro de parto normal Factores maternos y neonatales asociados al meconio en el líquido amniótico en un centro de parto normal Meconium-stained amniotic fluid and maternal and neonatal factors associated

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ruth Hitomi Osava

    2012-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a frequência e os fatores maternos e neonatais associados ao mecônio no líquido amniótico no parto. MÉTODOS: Estudo transversal com 2.441 nascimentos em um centro de parto normal hospitalar em São Paulo, SP, em março e abril de 2005. A associação entre mecônio no líquido amniótico e as variáveis independentes (idade materna, paridade, ter ou não cesariana prévia, idade gestacional, antecedentes obstétricos, uso de ocitocina no trabalho de parto, dilatação cervical na admissão, tipo do parto atual, peso do RN, índice de Apgar de 1º e 5º minutos de vida foi expressa como razão de prevalência. RESULTADOS: Verificou-se mecônio no líquido amniótico em 11,9% dos partos; 68,2% desses foram normais e 38,8%, cesarianas. O mecônio esteve associado a: primiparidade (RP = 1,49; IC95% 1,29;1,73, idade gestacional ≥ 41 semanas (RP = 5,05; IC95% 1,93;13,25, ocitocina no parto (RP = 1,83, IC95% 1,60;2,10, cesariana (RP = 2,65; IC95% 2,17;3,24 e índice de Apgar OBJETIVO: Analizar la frecuencia y los factores maternos y neonatales asociados al meconio en el líquido amniótico en el parto. MÉTODOS: Estudio transversal con 2.441 nacimientos en un centro de parto normal hospitalario en Sao Paulo, SP, en marzo y abril de 2005. La asociación entre meconio en el líquido amniótico y las variables independientes (edad materna, paridad, tener o no cesárea previa, edad de gestación, antecedentes obstétricos, uso de ocitocina en el trabajo de parto, dilatación cervical en la admisión, tipo de parto actual, peso del RN, índice de Apgar de 1º y 5º minutos de vida fue expresada como el cociente de prevalencia. RESULTADOS: Se verificó meconio en el líquido amniótico en 11,9% de los partos; 68,2% de estos fueron normales y 38,8%, con cesárea. El meconio estuvo asociado a: primiparidad (RP = 1,49; IC95% 1,29;1,73, edad de gestación ≥ 41 semanas (RP = 5,05; IC95% 1,93;13,25, ocitocina en el parto (RP = 1,83, IC

  11. Fatores associados ao controle da asma em pacientes pediátricos em centro de referência Factores asociados al control del asma en pacientes pediátricos en centro de referencia Factors associated with asthma control in a pediatric reference center

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa Mika Kinchoku

    2011-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever os dados epidemiológicos, clínicos e os fatores associados ao controle da asma em pacientes asmáticos seguidos em um ambulatório pediátrico especializado. MÉTODOS: Estudo transversal de pacientes asmáticos ambulatoriais, para os quais eram fornecidas medicações profiláticas. A classificação da asma, as etapa de tratamento e a avaliação do controle seguiram a IV Diretrizes Brasileiras para o Manejo da Asma, de 2006. Os fatores avaliados foram: outras alergias, obesidade, imunodeficiências, refluxo gastresofágico e sensibilização alérgica, sendo comparados pacientes com asma controlada ou não com relação à etapa do tratamento, à obesidade e à sensibilização alérgica. RESULTADOS: Foram analisados 300 pacientes com asma (1,38M:1F, com mediana de idade de 10,8 anos, e de início dos sintomas de 1,0 ano. A atopia estava presente em 78% dos pais e/ou irmãos. Antecedentes pessoais de doenças alérgicas ocorreram em 292 pacientes (96% rinite, 27% dermatite atópica, 18% conjuntivite alérgica, 6% alergia alimentar. Foram diagnosticados sete casos de deficiência de IgA (DIgA e quatro de IgG2; obesidade em 37/253 (15%, sendo que sobrepeso e obesidade estiveram associados à falta de controle (p=0,023. Em 118 pacientes com multissensibilização, predominaram casos não controlados (22 (19% casos; p=0,049; OR 1,9; IC95% 1,03-3,50. Entre os 180 casos (60% em tratamento nas etapas 3 e 4, 122 (45% estavam controlados e 112 (41% parcialmente controlados. CONCLUSÕES: A rinite foi a alergia mais associada à asma e a prevalência de DIgA foi 20 vezes maior do que na população geral. O controle parcial ou total dos sintomas da asma foi obtido em 85% dos casos. Obesidade/sobrepeso e multissensibilização foram associadas à falta de controle da asma.OBJETIVO: Describir los datos epidemiológicos, clínicos y los factores asociados al control del asma en pacientes asmáticos seguidos en ambulatorio pedi

  12. Doença isquêmica do coração e fatores associados em adultos de Ribeirão Preto, SP

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suzana Alves de Moraes

    2012-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar a prevalência da doença isquêmica do coração em adultos e fatores associados. MÉTODOS: Estudo epidemiológico transversal de base populacional, conduzido em amostra ponderada de 2.471 adultos de ambos os sexos e com 30 anos ou mais residentes em Ribeirão Preto, SP, em 2007. A prevalência da doença foi estimada por pontos e por intervalos com 95% de confiança (IC95%, após a aplicação do Questionário Rose. Para a identificação de fatores associados (fatores sociodemográficos, de riscos cardiovasculares e relacionados ao acesso a serviços e ao padrão de atividade física, razões de prevalências brutas e ajustadas foram estimadas por meio da regressão de Poisson. RESULTADOS: A prevalência de doença isquêmica do coração foi maior no sexo feminino que no masculino, em todas as faixas etárias. No modelo final permaneceram independentemente associadas ao desfecho as seguintes variáveis: ter trabalho (RP = 0,54 [0,37;0,78]; antecedentes familiares de doença isquêmica do coração (RP = 1,55 [1,12;2,13]; hipertensão arterial (RP = 1,70 [1,18;2,46]; saúde autorreferida (RP = 2,15 [1,40;3,31]; duração do hábito de fumar (3° terço (RP = 1,73 [1,08;2,76]; circunferência da cintura alterada (RP = 1,79 [1,21;2,65] e hipertrigliceridemia (RP = 1,48 [1,05;2,10]. Teste de tendência linear para as RP nas categorias da variável saúde autorreferida apresentou significância estatística (p < 0,05. CONCLUSÕES: Além da elevada prevalência de doença isquêmica do coração, os fatores associados ao desfecho são quase todos modificáveis e passíveis de intervenção por meio de políticas públicas.

  13. Fatores associados ao consumo de bebidas alcoólicas pelos adolescentes de uma Escola Pública da cidade de Maringá, Estado do Paraná - DOI: 10.4025/actascihealthsci.v30i2.917 Factors associated with the consumption of alcoholic beverages by adolescents from a Public School in Maringá, Paraná State - DOI: 10.4025/actascihealthsci.v30i2.917

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edilson Nobuyoshi Kaneshima

    2008-12-01

    Full Text Available Atualmente, há tendência no aumento do consumo de bebidas alcoólicas, principalmente pelos adolescentes. Neste trabalho, os fatores associados ao consumo de bebidas alcoólicas pelos adolescentes de uma escola pública foram identificados. As informações foram coletadas pela aplicação de questionários. No grupo dos adolescentes que consomem bebidas alcoólicas, verificou-se que muitos pais ou responsáveis estão cientes desse consumo, e 32,30% dos adolescentes admitiram que iniciaram o hábito de beber com membros da família, enquanto os demais relataram que foi por influência de amigos. O vinho e a cerveja foram as bebidas alcoólicas mais consumidas pelos adolescentes. Estes resultados demonstram que a sociedade é permissiva quanto ao hábito dos adolescentes consumirem bebidas alcoólicas. Este consumo pode ter como objetivo contornar dificuldades de convívio social, mas também aumenta a chance do jovem ter comportamento de risco, levando ao envolvimento com acidentes automobilísticos. Por isso, o estabelecimento de programas educacionais destinados aos adolescentes e também aos pais ou responsáveis é necessário para que haja maior conscientização sobre os efeitos nocivos do consumo exagerado de bebidas alcoólicas.Nowadays, there is a trend towards the increase in alcoholic beverage consumption, mainly by adolescents. In this study, factors associated with the consumption of alcoholic beverage by adolescents from a Public sSchool were identified. The data were collected by means for individual interviews conducted by questionnaire. In the group of adolescents who consume alcoholic beverages, it was verified that often guardians or parents are aware of this consumption, and 32.30% of adolescents admitted they began the habit of drinking with family members, while the remainder declared it was the influence of friends. Wine and beer were the most consumed alcoholic beverages by adolescents. These results demonstrate that

  14. Fatores anteriores ao ingresso como preditivos de evasão nos anos iniciais dos cursos superiores de tecnologia

    OpenAIRE

    Rafaela de Menezes Souza Brissac

    2009-01-01

    Resumo: A evasão de estudantes do ensino superior evidencia-se como fenômeno complexo, com conseqüências de ordem pessoal, institucional e social. Entre os estudos que buscam aprofundar o conhecimento sobre este fenômeno encontram-se os que se detém a pesquisar as causas e fatores associados à evasão de alunos neste nível de ensino. No que se refere às variáveis associadas à ocorrência da evasão, os estudos têm mostrado que é possível localizar fatores que são anteriores ao ingresso do estuda...

  15. Fatores socioesportivos associados à síndrome da dor patelofemoral em mulheres jovens

    OpenAIRE

    Colares Junior, Rui

    2005-01-01

    Verificar o perfil sócio-esportivo, endócrino-metabólico e ortopédico de mulheres jovens portadoras de síndrome da dor patelofemoral (SDPF) comparando-o com o de mulheres jovens sem SDPF, buscando identificar possíveis fatores associados a SDPF dentre hábitos sociais, prática de atividade física, antecedentes pessoais e familiares de risco para doenças metabólicas; parâmetros antropométricos e ortopédicos, e composição corporal. Estudo de abordagem quantitativa, analítico transversal, conduzi...

  16. Prevalência e fatores associados a acidentes de trabalho em zona rural

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fehlberg Marta Fernanda

    2001-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar a ocorrência de acidentes do trabalho, na zona rural, e sua associação com alguns fatores de risco. MÉTODOS: O estudo foi realizado na zona rural do município de Pelotas, RS. O delineamento do estudo foi transversal de base populacional. Uma amostra representativa dos trabalhadores rurais foi obtida por meio de amostragem, em estágios múltiplos, utilizando-se os setores censitários da Fundação IBGE. As entrevistas foram realizadas em um período de quatro meses, utilizando-se questionários padronizados e pré-codificados. Os 580 trabalhadores entrevistados pertenciam a 258 famílias da zona rural. RESULTADOS E CONCLUSÕES: A prevalência de acidentes encontrada foi de 11%. Os fatores de risco associados à maior ocorrência de acidentes, na análise multivariada, foram a classe social mais baixa (OR=1,81, a cor não-branca (OR=3,50 e a insatisfação com o trabalho realizado (OR=2,77.

  17. Prevalência de queixas vocais e estudo de fatores associados em uma amostra de professores de ensino fundamental em Maceió, Alagoas, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciano Padilha Alves

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A voz é o principal instrumento na vida profissional do professor, requerendo uma adaptação precisa dos órgãos da fonação. O desconhecimento da disfonia em professores de nossa região motivou esta pesquisa. OBJETIVOS: Avaliar a frequência de disfonia em professores do Ensino Fundamental da rede municipal em Maceió-AL e identificar sintomas associados às queixas vocais e possíveis fatores de risco ao aparecimento de alterações vocais. METODOLOGIA: Estudo transversal abrangendo 126 docentes selecionados aleatoriamente, avaliados a partir de entrevista, com aplicação de questionário dirigido, em 2008. RESULTADOS: Dos 126 professores avaliados, 87,3% referiram ocorrência de disfonia na docência. Observou-se relação entre carga horária semanal e presença de disfonia (p=0,0038. Em relação ao ambiente de trabalho, poeira e ambiente seco foram as queixas mais relatadas, ambas apresentando associação significativa (p<0,04. Os sintomas de obstrução nasal, prurido, tosse e dispepsia apresentaram relação com a presença de rouquidão. Não houve associação entre disfonia e tabagismo ou tabagismo passivo (p<0,6. CONCLUSÃO: O estudo permitiu concluir que existe elevada prevalência de disfonia no grupo estudado e que o comprometimento vocal na atividade docente está relacionado aos fatores ambientais, bem como a sintomas clínicos associados à rinopatia e ao refluxo gastroesofágico.

  18. Fatores associados à anemia em lactentes nascidos a termo e sem baixo peso

    OpenAIRE

    Netto,Michele Pereira; Rocha,Daniela da Silva; Sylvia do Carmo Castro FRANCESCHINI; Lamounier, Joel Alves

    2011-01-01

    OBJETIVO: Investigar os fatores envolvidos na gênese da anemia ferropriva em lactentes. MÉTODOS: Trata-se de um estudo transversal, no qual foram avaliadas 104 crianças no segundo ano de vida, que nasceram a termo e sem baixo peso, no município de Viçosa, Minas Gerais. Foi aplicada entrevista aos pais, realizado recordatório 24 horas e avaliação antropométrica. Os exames laboratoriais foram eritrograma, ferritina e retinol sérico. O estudo foi aprovado pelos Comitês de Ética com seres humanos...

  19. Fatores associados à imunização contra Hepatite B entre trabalhadores da Estratégia Saúde da Família

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andréa Maria Eleutério de Barros Lima Martins

    2015-02-01

    Full Text Available Estudo transversal conduzido entre trabalhadores da Estratégia Saúde da Família de Montes Claros. Objetivo: investigar o relato de vacinação contra Hepatite B, a verificação da imunização e os fatores associados às dosagens de anti-HBs. Método: coletaram-se amostras de sangue daqueles que relataram ter recebido uma ou mais doses da vacina. Avaliou-se a associação da dosagem de anti-HBs com condições sociodemográficas, ocupacionais e comportamentais. As associações foram verificadas pelos testes Mann Whitney e Kruskal Wallis e correlação de Spermann seguida pela regressão linear, utilizou-se o SPSS® 17.0. Resultados: dentre os 761 entrevistados, 504 (66,1% foram vacinados, 52,5% tomaram três doses, 30,4% verificaram a imunização. Dos 397 avaliados quanto à dosagem de anti-HBs, 16,4% estavam imunes. Conclusão: constatou-se que o maior tempo de trabalho foi associado a níveis mais elevados de anti-HBs, enquanto os níveis de tabagismo foram inversamente associados ao anti-HBs. Há necessidade de campanhas de vacinação entre esses trabalhadores.

  20. Tendinopatia patelar: investigando fatores associados à sobrecarga no tendão patelar em atletas

    OpenAIRE

    Luciana de Michelis Mendonça

    2014-01-01

    A aplicação de forças excessivas (magnitude e duração) no tendão patelar estão relacionadas ao mecanismo de desenvolvimento da tendinopatia patelar (TP), uma vez que podem promover processos irritativos no tecido e/ou microtraumas repetitivos no tendão. Fatores locais relacionados à articulação do joelho (local) e à articulação do quadril e ao complexo do pé (não-locais) podem contribuir no mecanismo de lesão do tendão patelar. O varismo excessivo de antepé, a diminuição da força muscular do ...

  1. Incidência de sífilis congênita e fatores associados à transmissão vertical da sífilis: dados do estudo Nascer no Brasil

    OpenAIRE

    Rosa Maria Soares Madeira Domingues; Maria do Carmo Leal

    2016-01-01

    Resumo: O objetivo foi estimar a incidência de sífilis congênita ao nascimento e verificar os fatores associados à transmissão vertical da sífilis. Estudo nacional, de base hospitalar, realizado em 2011-2012 com 23.894 puérperas, por meio de entrevista hospitalar, dados de prontuário e cartão de pré-natal. Realizada regressão logística univariada para verificar os fatores associados à sífilis congênita. Estimada incidência de sífilis congênita de 3,51 por mil nascidos vivos (IC95% 2,29-5,37) ...

  2. Fatores associados à persistência à terapia hormonal em mulheres com câncer de mama

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cláudia Brito

    2014-04-01

    Full Text Available OBJETIVO Analisar os fatores associados à persistência à hormonioterapia para câncer de mama visando à melhoria da qualidade do cuidado prestado. MÉTODOS Estudo longitudinal a partir de dados secundários. Foi analisada uma coorte de 5.861 mulheres com câncer de mama registradas em diferentes bancos de dados do Instituto Nacional de Câncer e do Sistema Único de Saúde. Todas as pacientes foram tratadas nesse hospital, que dispensa a medicação gratuitamente, e o período de seguimento foi de janeiro de 2004 a outubro de 2010. Variáveis sociodemográficas, comportamentais, clínicas, de estilos de vida e de aspectos do serviço de saúde integraram-se à análise para testar associação com a persistência ao tratamento hormonal, pelo método de Kaplan-Meier e Riscos Proporcionais de Cox. RESULTADOS A persistência geral à hormonioterapia foi de 79,0% ao final do primeiro ano e 31,0% em cinco anos de tratamento. O risco de descontinuidade à hormonioterapia mostrou-se maior entre mulheres com idade inferior a 35 anos, com estadiamento mais grave (III e IV, usuárias de álcool, que realizaram quimioterapia, e para cada hospitalização, cada exame e cada mês, entre o diagnóstico e o início do tratamento adicional. Na direção oposta, o risco de descontinuidade mostrou-se menor entre as mulheres com nível médio e superior de escolaridade, com companheiro, com história familiar de câncer, submetidas à cirurgia e que tiveram consultas com mastologista e com oncologista clínico. CONCLUSÕES Das mulheres com câncer de mama, 69,0% não persistiram ao término de cinco anos do tratamento hormonal, aumentando o risco de uma resposta clínica inadequada. Os resultados mostram aspectos do cuidado que podem conduzir a melhores respostas ao tratamento.

  3. Factores protectores y de riesgo asociados al uso de alcohol en adolescentes hijos de padre alcohólico, en el Perú Fatores protetores e de risco associados ao uso de álcool em adolescentes filhos de pais alcoólicos no Perú Protection factores and risks associated with alcohol use in adolescents with alcohol-addicted parents in Peru

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ines Silva Mathews

    2004-04-01

    Full Text Available La presente investigación tuvo como objetivo el de identificar y analizar los factores protectores y de riesgo relacionados con el uso de alcohol en Adolescentes ente 12 y 18 años de edad, hijos de padre alcohólico. El presente estudio es de tipo cuantitativo, de carácter exploratorio. Para la recolección de datos se utilizo el Drug Use Screening Inventory (DUSI que está diseñado para cuantificar y categorizar los indicadores de consumo de drogas en relación al estado físico, psicosocial, laboral, familiar, relación con pares y académico. Los adolescentes hijos de padre alcohólico, presentan un uso experimental de alcohol, algunos casos hasta la embriaguez, pero no teniendo este consumo como habitual. Los factores de riesgo y de protección para o uso de alcohol entre os jóvenes están en mayor o menor grado asociados a los comportamientos familiares, de los grupos de amigos, parientes y al contexto social en que están insertados.O presente estudo teve como objetivo identificar e analisar os fatores protetores e de riscos relacionados ao uso de álcool entre adolescentes na faixa etária de 12 a 18 anos de idade, filhos de pais alcoolistas. O desenho do estudo é de natureza quantitativa, de caráter exploratório. Para a coleta de dados utilizou-se o questionário Drug Use Screening Inventory (DUSI, o qual tem como objetivo quantificar e categorizar os indicadores de uso de drogas em relação ao estado físico, psicossocial, laboral, familiar, relacionamento com os pares e academico. Os adolescentes filhos de pais alcoolistas, apresentaram uso experimental de álcool, alguns casos até embriaguez, porém não com padrão de uso freqüente. Os fatores de riscos e de proteção para o uso de álcool entre os jovens estão em maior ou menor grau associado aos comportamentos familiares, grupos de amigos, parentes e o contexto social em que estão inseridos.This research aimed to identify and analyze the protection factors and risks

  4. Excesso de peso em crianças de pré-escolas: prevalência e fatores associados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ilaine Schuch

    2013-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estudar a prevalência e os fatores associados ao excesso de peso em crianças matriculadas em escolas públicas dos estados do Rio Grande do Sul (RS e Santa Catarina (SC. MÉTODOS: Realizou-se estudo transversal com crianças de idade entre quatro e seis anos. O desfecho estudado foi o excesso de peso, definido através do escore Z > 2DP para o Índice de Massa Corporal (IMC/idade, em comparação com a população de referência da OMS 2006/2007. As medidas antropométricas de massa corporal e altura foram aferidas em duplicata, utilizando-se técnicas padronizadas conforme a Organização Mundial de Saúde (OMS. Os dados foram duplamente digitados utilizando o software EPI-INFO, versão 6.04. Foram calculadas frequências absolutas e relativas e médias (DP. Associações entre excesso de peso e demais variáveis foram avaliadas em modelo de Poisson de variância robusta. Foi utilizado o programa STATA versão 12.0 (p < 0,05. RESULTADOS: Foram avaliadas 4.914 crianças (RS 2.578 e SC 2.336. No RS, o excesso de peso foi de 14,4% (IC 95% = 13,1-15,8% e, em SC, de 7,5% (IC 95% = 6,5-8,7%. As variáveis que apresentaram associação com o excesso de peso foram: número de moradores no domicílio; escolaridade materna; situação conjugal; número de filhos; idade materna ao nascimento do primeiro filho; idade gestacional; e o peso ao nascer. CONCLUSÃO: As crianças matriculadas nas pré-escolas públicas do RS apresentaram uma prevalência de excesso de peso duas vezes maior do que a identificada em SC, demonstrando uma diferença significativa na magnitude da obesidade infantil em dois estados brasileiros situados em uma mesma região.

  5. La familia y los factores de riesgo relacionados con el consumo de alcohol y tabaco en los niños y adolescentes (Guayaquil-Ecuador A família e os fatores de risco associados ao consumo de álcool e tabaco em crianças e adolescentes (Guayaquil-Equador Family and risk factors related to alcohol consumption and smoking among children and adolescents (Guayaquil-Equador

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Martha Ramírez Ruiz

    2005-10-01

    Full Text Available La presente investigación tienen como objetivo el de identificar en un ambiente familiar los posibles factores de riesgo relacionados con el uso de alcohol y tabaco en los niños y adolescentes. Es importante destacar que estudio de esta naturaleza dentro de una perspectiva socio-cultural expresa la tentativa de comprender los factores de riesgo para el uso de bebidas alcohólicas y tabaco y enfrentar las influencias ambientales en el entorno familiar con vistas a prevenir futuros casos de dependencia. El estudio se utilizo una muestra de cien familia, a las que se les aplico un instrumento preestablecido con los responsables de las respectivas familias. Como resultado se obtuvo que 51% del nivel de escolaridad es bajo, el 54% tiene salario inferior al básico, el 61% ingieren bebidas alcohólicas. Vale destacar que incuestionablemente la reducción de la casuística de alcoholismo y/o tabaquismo repercute significativamente en le calidad de vida de los individuos.A presente investigação teve como objetivo identificar no ambiente familiar os possíveis fatores de risco associados ao alcoolismo e tabagismo em crianças e adolescentes. É importante enfatizar que estudo desta natureza dentro de uma perspectiva sócio-cultural expressa a tentativa de entender os fatores do risco para o uso do tabaco e de bebidas alcoólicas, bem como as influências ambientais de maneira a impedir futuras dependências. Utilizou-se uma amostra de cem famílias e aplicou-se um instrumento preestabelecido. Como resultado obteve que 51% dos pais possuem nível educacional baixo, 54% tem o salário inferior ao básico, 61% fazem uso de bebidas alcoólicas. Vale enfatizar que inquestionavelmente a redução do casuística do alcoolismo e/ou tabagismo influenciam significativamente na qualidade da vida dos indivíduos.The present investigation had as objective identifying in a family the possible factors of risk related to the use of alcohol and tobacco in the

  6. Prevalência e fatores associados à realização de mamografia e exame citopatológico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tiara Cristina Romeiro Lopes

    2015-09-01

    Full Text Available Objetivo: Estimar a prevalência e os fatores associados à realização de mamografia e exame citopatológico em mulheres da cidade de Maringá, Paraná. Métodos: Estudo transversal, de base populacional, feito com 345 mulheres com idade superior a 20 anos, no período de março de 2011 a abril de 2012. Realizou-se entrevista por meio de um questionário proposto pelo Ministério da Saúde, o qual abordava aspectos sociodemográficos, fatores de risco para doenças crônicas não transmissíveis e questões relacionadas ao rastreamento mamográfico e citopatológico. Os dados foram analisados mediante análise bivariada, análise bruta mediante Odds Ratio (OR e qui-quadrado por meio do programa Epi Info 3.5.1, e análise multivariada por meio da regressão logística, realizada com o programa Statistica 7.1, com nível de significância de 5% e intervalo de confiança de 95%. Resultados: A média de idade das mulheres foi de 52,19 (±5,27 anos. A maioria (56,5% apresentou de 0 a 8 anos de estudo. Além disso, 84,6% (n=266 das mulheres realizaram o exame de Papanicolau e 74.3% (n=169, a mamografia. Foram associadas à menor realização de Papanicolau as mulheres com escolaridade entre 9 e 11 anos de estudo (p=0,01, e quanto à mamografia, tiveram menor adesão as mulheres sem plano de saúde privado (p<0,01. Conclusão: A cobertura da mamografia e do Papanicolau foi satisfatória entre as mulheres da cidade de Maringá, Paraná. A baixa escolaridade e as mulheres que dependiam da rede pública de saúde tiveram menor adesão à realização da mamografia.

  7. Fatores associados à intensidade de dor perineal após o parto normal: estudo transversal

    OpenAIRE

    2015-01-01

    Introdução: A dor perineal é frequente no período de pós-parto, entretanto, não há um consenso entre a associação da intensidade de dor com os fatores maternos, neonatais e a assistência obstétrica recebida no trabalho de parto e parto. Objetivos: Identificar a prevalência e a intensidade de dor perineal no primeiro dia de pós-parto normal; analisar a associação entre intensidade de dor perineal e características sociodemográficas maternas, histórico obstétrico, assistência ao trabalho de par...

  8. Maternidade na adolescência: indicadores emocionais negativos e fatores associados em mães de 14 a 16 anos em Porto Alegre, RS, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Micheli Scolari Rossetto

    2014-10-01

    Full Text Available Verificou-se a prevalência de indicadores emocionais negativos e fatores associados em 430 mães adolescentes de 14 a 16 anos de Porto Alegre, RS. Foram estudadas variáveis sociodemográficas, relações sociais e familiares, aspectos reprodutivos, abuso e violência. As razões de prevalência (RP foram obtidas por regressão de Poisson mediante análise hierarquizada. A prevalência de sofrimento psíquico intenso foi 32,6%, estando associado à baixa classe social, à não repetência escolar, ao relacionamento ruim com a mãe, à não aceitação da gestação pelo parceiro e à falta de apoio da família frente à gestação. A prevalência de autovalorização negativa foi 15,4%, permanecendo associada ao relacionamento ruim com a mãe e a não possuir uma pessoa confidente. Pouca ou nenhuma expectativa em relação ao futuro foi encontrada em 7,5% das adolescentes, estando associada à repetência escolar, à criação pela mãe biológica, à idade precoce da primeira relação sexual e à ocorrência de abuso físico. A alta prevalência de sofrimento psíquico, encontrada nas mães adolescentes, merece atenção especial das políticas públicas de saúde para a inclusão de profissionais habilitados ao manejo dos aspectos emocionais no atendimento da maternidade precoce.

  9. Factors affecting Helicobacter pylori eradication using a seven-day triple therapy with a proton pump inhibitor, tinidazole and clarithromycin, in brazilian patients with peptic ulcer Fatores que afetam a erradicação do Helicobacter pylori usando um tratamento triplo de sete dias com um inibidor de bomba de prótons associado ao tinidazol e a claritromicina, em pacientes brasileiros com úlcera péptica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Marcuz Silva

    2001-01-01

    Full Text Available Triple therapy is accepted as the treatment of choice for H. pylori eradication. In industrialized countries, a proton pump inhibitor plus clarithromycin and amoxicillin or nitroimidazole have shown the best results. Our aims were: 1. To study the eradication rate of the association of a proton pump inhibitor plus tinidazole and clarithromycin on H. pylori infection in our population. 2. To determine if previous treatments, gender, age, tobacco, alcohol use, and non-steroidal anti-inflammatory drugs (NSAIDs change the response to therapy. METHODS: Two hundred patients with peptic ulcer (upper endoscopy and H. pylori infection (histology and rapid urease test - RUT were included. A proton pump inhibitor (lansoprazole 30 mg or omeprazole 20 mg, tinidazole 500 mg, and clarithromycin 250 mg were dispensed twice a day for a seven-day period. Eradication was assessed after 10 to 12 weeks of treatment through histology and RUT. RESULTS: The eradication rate of H. pylori per protocol was 65% (128/196 patients. This rate was 53% for previously treated patients, rising to 76% for not previously treated patients, with a statistical difference pO esquema tríplice tem sido demonstrado como sendo o melhor tratamento para a erradicação do Helicobacter pylori. Nos países industrializados o uso de um inibidor de bomba de prótons associado a claritromicina e a amoxicilina ou a um nitroimidazólico, tem proporcionado os melhores resultados. Objetivamos estudar na nossa população a taxa de erradicação do H. pylori para a associação de um inibidor de bomba de prótons com o tinidazol e a claritromicina e determinar se a resposta ao tratamento é influenciada pelo tratamento prévio, sexo, tabagismo, alcoolismo, idade e uso de anti-inflamatórios não esteroidais (AINEs. PACIENTES E PROCEDIMENTOS: Duzentos pacientes com diagnóstico endoscópico de úlcera péptica e com infecção pelo H. pylori, confirmada pelo exame histológico e pelo teste rápido da

  10. Estudo de fatores associados à adesão ao tratamento não farmacológico em portadores de diabetes mellitus assistidos pelo Programa Saúde da Família, Ventosa, Belo Horizonte A study of factors associated to non-pharmacological treatment delivered by the Family Health Program in Ventosa, Belo Horizonte, to carriers of diabetes mellitus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thaís Silva Assunção

    2008-12-01

    Full Text Available O diabetes mellitus vem se tornando um dos principais problemas de saúde pública no Brasil. Há vários fatores que podem contribuir para a baixa adesão ao tratamento. O objetivo deste estudo foi investigar a associação entre fatores educacionais, demográficos, socioeconômicos, de saúde, percepção da doença, suporte social e adesão ao tratamento não farmacológico em portadores de diabetes mellitus assistidos pelo Programa Saúde da Família do Centro de Saúde Ventosa, em Belo Horizonte. As informações foram obtidas através de entrevistas com 164 diabéticos que estavam aguardando o acolhimento do Centro de Saúde. Na análise univariada, verificou-se associação significante entre a adesão ao tratamento não farmacológico e baixa renda, local de residência, conhecimento sobre complicações, motivação com o tratamento, fazer parte de grupo de diabéticos e orientações recebidas pelo enfermeiro e fisioterapeuta. Após análise multivariada, as variáveis "motivação com o tratamento" e "faz parte de algum grupo de diabético" foram estatisticamente significativas para a adesão total (pDiabetes Mellitus is turning into one of the main public health problems in Brazil. Many factors may contribute to the low adherence to treatment. The objective of this study was to investigate the association between educational and social-economic factors and factors related to the health, the perception of disease, social support and adherence to non-pharmacological treatment of carriers of diabetes mellitus assisted in the family health program of the Health Center in Ventosa, Belo Horizonte. Data were collected in interviews with 164 diabetics who were waiting for assistance in the health center. Univariate analysis showed significant association between adhesion to the non-pharmacological treatment and low income; place of residence; knowledge about consequences; motivation with regard to the treatment; making part of a diabetics

  11. Fatores associados à violência física denunciada por mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isabelle da Silva Gama

    2014-12-01

    Full Text Available Objetivo: Ações dirigidas contra a opressão das mulheres podem ser observadas na reconstrução histórica. Contudo, a violência contra a mulher perdura na linha do tempo e se reafirma como violação dos direitos humanos, caracterizando-se como agravo para a saúde pública, destacando-se por sua complexidade, multicausalidade e desafios intersetoriais. O objetivo do estudo foi identificar fatores associados à violência física contra a mulher denunciante em Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM. Métodos: O estudo foi realizado em Fortaleza, CE, em 2011. Uma amostra de 325 inquéritos policiais de mulheres, entre 20 e 59 anos, foi analisada. A violência foi classificada em física e não física. As análises estatísticas utilizadas foram teste qui-quadrado de Pearson e regressão logística multivariada. Resultados: As denúncias de violência física perpetrada por parceiros ou ex-parceiros representaram 42,8% (IC 95%: 37,4 - 48,4 dos inquéritos policiais analisados. A análise multivariada mostrou os possíveis fatores de risco detectados para a mulher sofrer violência física por parceiro ou ex-parceiro íntimo: o fato de a vítima já ter sofrido recidiva de agressão e nunca ter registrado denúncia junto à delegacia; possuir parceiro atual; possuir até dois filhos com o denunciado; estar em ambiente não residencial e o agressor estar sob o efeito de álcool e/ou drogas ilícitas.  Conclusões: Acredita-se que a pesquisa possa subsidiar o encorajamento de mulheres vítimas de seus parceiros/ex-parceiros em prestar denúncia contra o agressor, rompendo o ciclo intermitente de violência.

  12. Atividade física e fatores associados em adolescentes do ensino médio de Curitiba, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rogério César Fermino

    2010-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar a prevalência de atividade física e identificar fatores associados em adolescentes. MÉTODOS: Estudo transversal realizado com amostra representativa (n = 1.518, 59,2% do sexo feminino de escolares de 14-18 anos de idade da rede pública de ensino de Curitiba, PR, em 2006. A prática de atividade física foi auto-referida, em número de dias por semana em que realiza atividade de intensidade moderada a vigorosa com duração > 60 minutos. A prática foi analisada em dois modelos distintos. No primeiro, a variável foi dicotomizada em "0 dia" e "> 1 dia"; no segundo, em " 5 dias". As variáveis independentes foram: demográfico-biológicas (sexo, idade, índice de massa corporal; socioeconômicas (escolaridade dos pais, número de carros; comportamentais (horas assistindo TV, horas em frente ao computador; e socioculturais (apoio social da família e dos amigos, e a percepção de barreiras para a prática de atividades testadas em regressão de Poisson. RESULTADOS: No primeiro modelo de análise, a prevalência de atividade física foi de 58,2% (75,1% do sexo masculino e 46,5% do feminino; p < 0,001 e no segundo, de 14,5% (22,3% e 9,1%, respectivamente; p < 0,001. No primeiro modelo, as variáveis associadas à atividade física foram sexo masculino (RP = 1,63, IC95%: 1,48;1,78, apoio social da família (RP = 1,14, IC95%: 1,05;1,23, dos amigos (RP = 1,52, IC95%: 1,31;1,78 e elevada percepção de barreiras (RP = 0,54, IC95%: 0,46;0,62. No segundo modelo, apenas o sexo masculino (RP = 2,45, IC95%: 1,73;3,46 e a baixa percepção de barreiras (RP = 0,24, IC95%: 0,15;0,38 associaram-se à atividade física. CONCLUSÕES: Mais da metade dos adolescentes praticam atividade física em pelo menos um dia da semana, embora 14,5% atinjam as recomendações atuais. Níveis recomendados estão associados a menor número de fatores. Gênero e percepção de barreiras apresentam relação consistente com os níveis de atividade física.

  13. Fatores de risco maternos associados à acidose fetal Maternal risk factors associated with fetal acidosis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Mauro Madi

    2010-09-01

    Full Text Available OBJETIVOS: avaliar os fatores de risco maternos associados à acidose fetal. MÉTODOS: estudo tipo caso-controle composto por 188 recém-nascidos, sendo que 47 compuseram o grupo casos (pH de artéria umbilical OBJECTIVES: to assess maternal risk factors associated with fetal acidosis. METHODS: a case-control type study was conducted of 188 neonates, of whom 47 comprised the case group (umbilical arterial pH <7.0 and 141 the control (umbilical arterial pH E7.1 <7.3. The study included only single-gestation neonates without congenital malformations. Both maternal and fetal variables were taken into consideration. Statistical analysis involved the calculation of the raw and adjusted Odds Ratio, Student's t-test, the chi-squared test and multivariate analysis using Enter-method non-conditional logistic regression. The level of statistical significance was set at p<0.05. RESULTS: in the case group higher percentages of caesarian sections and pre-term births were observed, involving almost five times as much intensive care and twenty-five times more likelihood of Apgar in the 5th minute <7. No association was observed between the groups and fetal presentation, mother's age, history of miscarriage, years of schooling of mother or attendance at prenatal sessions. After multivariate analysis, the only risk factors that remained significant were complications relating to the placenta or the umbilical cord. Deliveries involving complications relating to the placenta or the umbilical cord were three times more likely to involve fetal acidemia. CONCLUSIONS: acidemia among neonates was associated with a higher percentage of caesarians, premature births, a need for intensive care and treatment and an Apgar index of <7 in the 5th minute. After multivariate analysis, complications relating to premature displacement of the placenta and the umbilical cord were the only remaining risk factors associated with fetal acidemia.

  14. Assistência domiciliar a idosos: fatores associados, características do acesso e do cuidado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elaine Thumé

    2010-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar fatores associados à assistência domiciliar recebida pela população idosa e suas características, segundo modelos de atenção Estratégia Saúde da Família e modelo tradicional. MÉTODOS: Estudo transversal de base populacional, com amostra representativa de 1.593 indivíduos com 60 anos ou mais, residentes na região urbana de Bagé, RS, em 2008. A amostragem foi realizada em múltiplos estágios. Os dados foram coletados em entrevistas individuais. Foram analisadas as formas de acesso aos serviços, participação dos profissionais, satisfação e situação de saúde dos usuários após o atendimento. Foi utilizado modelo de regressão de Poisson para estimar as razões de prevalência bruta e ajustada, os respectivos intervalos com 95% de confiança e p-valor (teste de Wald. RESULTADOS: Assistência domiciliar foi estatisticamente associada à história prévia de acidente vascular cerebral, à presença de sinais de demência e à incapacidade para as atividades da vida diária. A família foi responsável por 75% das solicitações de cuidado. Nas áreas da atenção tradicional, os médicos responderam pela maior promoção de cuidados, enquanto nas áreas da Estratégia Saúde da Família destacou-se a participação da equipe de enfermagem. Aproximadamente 78% das solicitações foram atendidas em até 24 horas e 95% dos usuários avaliaram positivamente o cuidado recebido. Dois terços dos idosos referiram melhora nas condições de saúde. CONCLUSÕES: As variáveis associadas ao recebimento de assistência domiciliar reiteram os indicadores de fragilidade destacados na Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa e fortalecem a importância da estratégia na promoção da eqüidade no cuidado dos idosos. A avaliação positiva e o impacto na situação de saúde afirmam o domicílio como ambiente terapêutico.

  15. Duração e fatores associados ao aleitamento materno em crianças menores de 24 meses de idade no estado de Pernambuco Duration and associated factors to breastfeeding among children under 24 months in the state of Pernambuco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Gorete Lucena de Vasconcelos

    2006-03-01

    Full Text Available OBJETIVOS: avaliar a duração do aleitamento materno em crianças menores de 24 meses de idade no estado de Pernambuco e verificar a associação de fatores com o aleitamento materno total. MÉTODOS: corte transversal com 852 crianças até 24 meses de idade que fizeram parte da amostra de 2078 menores de cinco anos selecionada para a II Pesquisa Estadual de Saúde e Nutrição. Os dados foram coletados no período de fevereiro a maio de 1997. Utilizou-se a análise de sobrevivência para cálculo da mediana do aleitamento materno e das associações com a situação do domicílio, renda per capita, escolaridade materna, consultas no pré-natal, orientação sobre aleitamento materno, tipo de parto e peso ao nascer. RESULTADOS: através de análise de sobrevivência verificou-se que a duração mediana do aleitamento materno exclusivo, predominante e total foi de 24, 77 e 112 dias, respectivamente. A duração mediana do aleitamento materno total foi significantemente mais prolongada entre as crianças que residiam na Região Metropolitana do Recife (148 dias, cujas mães percebiam um rendimento familiar per capita acima de dois salários mínimos (201 dias, que haviam freqüentado seis ou mais consultas no pré-natal (129 dias e recebido orientação sobre aleitamento materno durante o pré-natal (126 dias. O peso ao nascer, a alfabetização materna e o tipo de parto não influenciaram significativamente o aleitamento total. CONCLUSÕES: verificou-se um crescimento na duração do aleitamento materno em Pernambuco, particularmente na Região Metropolitana do Recife, demonstrando ser o pré-natal um dos fatores de oportunidade para orientar e incentivar às mães a amamentarem seus filhos.OBJECTIVES: to assess breastfeeding time in children under 24 months old and determine factors associated to exclusive breastfeeding in the State of Pernambuco. METHODS: cross sectional study of 852 children aged 24 months old and younger within a sample of

  16. Autopercepção da saúde bucal em idosos e fatores associados em Campinas, SP, 2008-2009

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Débora Dias da Silva

    2011-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever a autopercepção de saúde bucal em idosos e analisar fatores sociodemográficos e clínicos associados. MÉTODOS: Estudo transversal com 876 participantes em amostra representativa de idosos (65 anos ou mais de Campinas, SP, em 2008-2009. Os exames odontológicos seguiram critérios padronizados pela Organização Mundial da Saúde para levantamentos epidemiológicos de saúde bucal. A autopercepção da saúde bucal foi avaliada pelo índice Geriatric Oral Health Assessment Index (GOHAI. Os indivíduos foram classificados segundo características sociodemográficas, odontológicas e prevalência de fragilidade biológica. O estudo de associações utilizou análise de regressão de Poisson; a análise considerou os pesos amostrais e a estrutura complexa da amostra por conglomerados. RESULTADOS: A média de idade dos indivíduos foi de 72,8 anos; 70,1% eram mulheres. A proporção de indivíduos com mais de 20 dentes presentes foi 17,2%; 38,2% usavam prótese dentária total em ambos os arcos; 8,5% necessitavam desse recurso em ao menos um arco dentário. Em média, o índice GOHAI foi elevado: 33,9 (máximo possível 36,0. Manter 20 dentes ou mais, usar prótese total nos dois arcos, não necessitar desse tratamento, não apresentar alterações de mucosa oral e não apresentar fragilidade biológica foram os fatores significantemente associados com melhor autopercepção de saúde bucal (p < 0,05. CONCLUSÕES: A avaliação de autopercepção em saúde bucal permitiu identificar os principais fatores associados a esse desfecho. Esse instrumento pode contribuir para o planejamento de serviços odontológicos, orientando estratégias de promoção em saúde voltadas à melhora da qualidade de vida das pessoas desse grupo etário.

  17. Fatores associados à candidíase vulvovaginal: estudo exploratório

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosa Maria Inês da

    2004-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar fatores de risco para candidíase vulvovaginal identificados ao exame e anamnese ginecológica, em amostra de conveniência. MÉTODO: estudo transversal, com amostra de conveniência, envolvendo todas as trabalhadoras (135 de uma indústria de confecção em Criciúma (SC, sintomáticas e assintomáticas, no período de julho a setembro de 2002. Foi utilizada, como técnica de coleta dos dados, entrevista roteirizada investigando-se possíveis fatores de risco. O exame ginecológico detectou a presença ou não de sinais clínicos de vulvovaginites. Realizou-se cultura de secreção vaginal em meio de ágar Sabouraud para isolamento de Candida sp. Os dados foram processados e analisados no programa Epi-Info, versão 6.0. A medida de intensidade de associação usada foi a razão de prevalência. O intervalo de confiança adotado para inferência estatística foi de 95%. A análise multivariada dos dados foi realizada pelo programa SPSS versão 10.0, empregando-se modelo de regressão logística. RESULTADOS: os resultados mostraram que a prevalência da candidíase vulvovaginal foi de 19,3%. A freqüência de vulvovaginite diagnosticada pelo exame clínico foi de 17%, com sensibilidade de 38% e especificidade de 88%. O fator de risco significante para vulvovaginite por Candida nessa população foi a presença de ciclos menstruais regulares e para vulvovaginite clínica foi o uso de hormônios e idade entre 25 e 34 anos. CONCLUSÃO: a prevalência de candidíase vulvovaginal é alta entre mulheres consideradas hígidas e o fator de risco encontrado com significância estatística foi a presença de ciclos menstruais regulares, reforçando a importância de possível relação entre ciclo hormonal e esta infecção. Devido à limitação do presente estudo, esta possível associação, juntamente com outras, devem ser estudadas num futuro desenho de coorte com amostra de tamanho apropriado e medidas de níveis hormonais ao longo

  18. Bullying and associated factors in adolescents aged 11 to 15 years Bullying e fatores associados em adolescentes com idade entre 11 e 15 anos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Azevedo da Silva

    2012-01-01

    Full Text Available INTRODUCTION: Bullying among adolescents has become the subject of extensive research due to its negative effects on attitude and behavior. However, Brazilian literature on the topic is scarce. OBJECTIVE: To assess bullying and associated factors among adolescents in a population-based sample in southern Brazil. METHOD: Population-based, cross-sectional study with adolescents aged 11 to 15 years living in the municipality of Pelotas, state of Rio Grande do Sul, Brazil. RESULTS: A total of 1,145 adolescents were included. Bullying behaviors and attitudes were found to be associated with the following factors: intentionally skipping classes, failing at school, using alcohol, smoking cigarettes, using illegal drugs, having engaged in sexual intercourse, carrying a weapon, being involved in an accident/being run over by any vehicle, and being involved in fights with physical aggression. CONCLUSION: Bullying is associated with several behaviors that pose risk to the adolescents' physical and psychological health.INTRODUÇÃO: O bullying entre adolescentes tem sido objeto de várias pesquisas devido aos prejuízos comportamentais que acarreta. Contudo, a literatura brasileira sobre o tema é escassa. OBJETIVO: Avaliar comportamentos de bullying e fatores associados em uma amostra de base populacional de adolescentes vivendo no sul do Brasil. MÉTODO: Estudo transversal, de base populacional, com adolescentes de 11 a 15 anos de idade residentes na cidade de Pelotas, RS, Brasil. RESULTADOS: Um total de 1.145 adolescentes foram selecionados. Os comportamentos e atitudes de bullying mostraram-se associados aos seguintes fatores: faltar aula intencionalmente, reprovar algum ano na escola, usar álcool, cigarro e/ou drogas ilícitas, ter tido relações sexuais, portar arma, sofrer algum acidente ou atropelamento e brigar e/ou agredir alguém. CONCLUSÃO: O bullying esteve associado com vários comportamentos considerados de risco para a saúde física e

  19. Prevalência e fatores associados ao baixo nível de atividade física entre estudantes universitários de uma universidade pública da região Nordeste - Brasil Prevalence and factors related to low level physical activity among university students in a public university in the northeast region of Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Cláudia Dias Fontes

    2009-03-01

    Full Text Available Os baixos níveis de atividade física estão relacionados com o aumento da ocorrência de doenças crônicas e a redução da qualidade de vida da população. Este estudo buscou estimar a prevalência de baixo nível de atividade física entre estudantes de graduação da Universidade Federal da Paraíba, bem como encontrar fatores associados a esta condição. Trata-se de um estudo seccional estratificado por Centro, com partilha proporcional em função do ano de ingresso, do curso e do turno de estudo. A coleta de dados ocorreu no período no primeiro semestre de 2007, com a participação de 1.503 estudantes. Foram investigadas questões relativas a dados pessoais, caracterização socioeconômica, estilo de vida e saúde, avaliação nutricional e atividade física. Para mensurar nível de atividade física utilizou-se a versão longa IPAQ. A prevalência observada de baixo nível de atividade física foi de 31,2%. Os estudantes com maior tempo de ingresso na universidade, os que estudam no período noturno e aqueles que passam menos tempo na universidade tiveram maior prevalência de baixo nível de atividade física. Também maior renda e classe social mostraram-se associados a maior prevalência de baixa atividade física. Considerando os riscos do baixo nível de atividade física para saúde e a importância da fase universitária como uma transição da etapa adolescente para a vida adulta, faz-se necessário o incentivo à prática de atividades físicas na universidade como medida preventiva para doenças crônicas não transmissíveis e para a melhoria da qualidade de vida na fase adulta e na velhice.Low levels of physical activity are related to an increase in chronic diseases and a decrease in the population's quality of life. This study aimed to estimate insufficient physical activity among undergraduate students of Universidade Federal da Paraíba (Federal University of Paraíba, and to find factors associated with such

  20. Fatores associados à bacteriúria após sondagem vesical na cirurgia ginecológica

    OpenAIRE

    2009-01-01

    OBJETIVOS: Determinar a frequência e os principais fatores associados à bacteriúria após a sondagem vesical em mulheres submetidas à cirurgia ginecológica eletiva. MÉTODOS: Realizou-se um estudo do tipo coorte em mulheres submetidas à cirurgia ginecológica após sondagem vesical no Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira, no período de janeiro a maio de 2007. As uroculturas foram coletadas até 24 horas após a retirada da sonda e 7/10 dias após a sondagem vesical. A análise estat...

  1. Cuidados odontológicos e fatores associados em escolares do município de Indaiatuba-SP

    OpenAIRE

    Amaral,Regiane Cristina do; Batista, Marília Jesus; Cypriano, Silvia; de Sousa, Maria da Luz Rosário

    2016-01-01

    Objetivo: Avaliar os cuidados odontológicos bem como fatores associados em escolares de 12 anos de idade, residentes em Indaiatuba-SP. Materiais e Métodos: Estudo transversal realizado a partir de um levantamento epidemiológico de saúde bucal em 151 estudantes provenientes de amostra probabilística por conglomerado e ponderada de escolas públicas e particulares, utilizando critérios da OMS. A amostra foi examinada quanto à experiência de cárie (CPOD), por quatro dentistas, treinados e calibra...

  2. Prevalência de diabetes mellitus tipo 2 e outros fatores de risco associados em pacientes com glaucoma

    OpenAIRE

    Coblentz,Jacqueline; Pires,Maria Lucia Elias; Oliveira, Diogo; Lebeis,Karina; Terrezo,Larissa

    2010-01-01

    OBJETIVO: Avaliar a prevalência de diabéticos em uma amostra de pacientes com glaucoma; verificar se existe associação entre diabetes mellitus e glaucoma na amostra estudada; verificar outros fatores de risco associados. MÉTODOS: Foram analisados de forma retrospectiva os prontuários de 50 pacientes com diagnóstico de glaucoma. Os dados registrados foram sexo, idade, raça, história familiar de glaucoma e história pessoal de diabetes mellitus tipo 2. RESULTADOS: Do total de pacientes avaliados...

  3. Factors associated with adherence to antihypertensive treatment in a primary care unit Factores asociados con la adhesión al tratamiento antihipertensivo en unidad de salud Fatores associados à adesão ao tratamento anti-hipertensivo em unidade básica de saúde

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Simonia Demoner

    2012-01-01

    significativamente asociada a los usuarios Del grupo estáreo más joven, que trabajan, con sobrepeso u obesidad.OBJETIVOS: Analisar a adesão de pacientes ao tratamento anti-hipertensivo realizado em uma Unidade Básica de Saúde (UBS, assim como os fatores relacionados à baixa adesão a essa terapia. MÉTODOS: Estudo de natureza quantitativa, exploratório descritivo com amostra de 150 pacientes hipertensos entrevistados em uma UBS, utilizando-se o Teste de Morisky-Green para avaliação da adesão ou não ao tratamento anti-hipertensivo. RESULTADOS: Uma prevalência de 64% de pacientes não aderentes à terapia anti-hipertensiva foi identificada que esteve significativamente associada às variáveis: faixa etária, ocupação, obesidade, ausência de outra doença crônica, falta de emprego de medicamentos de uso contínuo, incompreensão das recomendações médicas e o desconhecimento do nome do medicamento anti-hipertensivo utilizado. CONCLUSÃO: Constatou-se elevada prevalência de 64% de pacientes não aderentes à terapia que, foi significativamente associada aos usuários de faixa etária mais jovem, que trabalham, com sobrepeso ou obesidade.

  4. Fatores associados ao sobrepeso e à obesidade em estudantes do ensino médio da rede pública estadual do município de Caruaru (PE Factores asociados al sobrepeso y la obesidad en estudiantes de la secundaria de la red pública provincial del municipio de Caruaru (Pernambuco, Brasil Factors associated with overweight and obesity among public high school students of the city of Caruaru, Northeast Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marina de Moraes V Petribú

    2011-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar a prevalência e os fatores associados ao sobrepeso e obesidade em estudantes do ensino médio da rede pública estadual do município de Caruaru (PE. MÉTODOS: Estudo transversal, com amostra representativa. Foram avaliadas variáveis antropométricas (peso e estatura, sociodemográficas e econômicas (sexo, idade, estado civil, local de residência, renda familiar e série escolar e relacionadas ao estilo de vida (atividade física, comportamento sedentário, consumo alimentar, nível de estresse, tabagismo, etilismo e qualidade de sono. Realizou-se regressão logística binária, adotando-se a ocorrência do sobrepeso e obesidade como desfechos. Para as análises inferenciais, considerou-se significante pOBJETIVOS: Investigar la prevalencia y los factores asociados al sobrepeso y la obesidad en estudiantes de la secundaria de la red pública provincial del municipio de Caruaru (Pernambuco, Brasil. MÉTODOS: Estudio transversal, con muestra representativa. Se evaluaron variables antropométricas (peso y estatura, sociodemográficas y económicas (sexo, edad, situación civil, local de residencia, ingresos familiares, año y turno escolar y relacionadas al estilo de vida (actividad física, comportamiento sedentario, consumo alimentar, nivel de estrés, tabaquismo, alcoholismo y calidad del sueño. Se realizó regresión logística binaria, adoptándose la ocurrencia del sobrepeso y la obesidad como desenlaces. Para los análisis inferenciales, se consideró significante pOBJECTIVE: To investigate the prevalence and factors associated with overweight and obesity among public high school students of Caruaru, Northeast Brazil. METHODS: Cross-sectional study, with a representative sample. The study evaluated anthropometric (weight and height, socio-demographic and economic variables (gender, age, marital status, place of residence, family income and school grade and those related with lifestyle (physical activity, sedentary

  5. Distúrbios fonoaudiológicos autodeclarados e fatores associados em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Richinitti Vilanova

    2015-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: identificar os distúrbios fonoaudiológicos e fatores associados autodeclarados em uma população de idosos. MÉTODOS: estudo transversal a partir de visitas domiciliares com uma amostra de 44 idosos com idade igual ou superior a 60 anos. A amostragem foi aleatória por múltiplos estágios. Utilizou-se um roteiro previamente estruturado com questões relacionadas a: aspectos sócio demográficos de saúde geral e uso de serviços de saúde; comunicação oral; motricidade e funções orofaciais; audição e equilíbrio segundo auto-percepção. Perguntou-se ainda sobre a existência ou não de tontura, zumbido uso de prótese dentária, dentição precária, diagnóstico de doenças sistêmicas, uso de cigarro ou assemelhados e manutenção de acompanhamento médico sistemático. Os dados foram registrados em banco de dados e as análises estatísticas realizadas por meio do programa EpiInfo versão 7.0. Foram verificadas as frequências das variáveis e sua distribuição na amostra estudada. RESULTADOS: 44 idosos com idades entre 60-80 anos (média de 66,04 anos; DP=4,8. Destes, 52,3% eram do sexo masculino e 47,4% do sexo feminino. 11,4% dos sujeitos da amostra referiram alteração de fala; 09,1% alteração de voz; 11,4% alteração de motricidade orofacial sendo que 27,3% fazia uso de prótese dentária e 18,2% apresentava dentição precária; 6,8% citaram audição e equilíbrio ruins sendo que 40,9% relataram tontura; 54,5% mencionaram serem portadores de doença sistêmica; 18,2% declararam-se fumantes e 70,4% disseram manter acompanhamento médico periódico. CONCLUSÃO: as queixas fonoaudiológicas mais frequentes na população entrevistada estão relacionadas à motricidade orofacial, audição e equilíbrio, sendo que ter doença sistêmica está mais comumente associado às queixas fonoaudiológicas.

  6. Fatores associados ao sedentarismo no lazer de adultos na coorte de nascimentos de 1982, Pelotas, RS Factores asociados al sedentarismo en el tiempo de ocio de adultos en la cohorte de nacimientos de 1982, Pelotas, Sur de Brasil Factors associated to leisure-time sedentary lifestyle in adults of 1982 birth cohort, Pelotas, Southern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mario R Azevedo

    2008-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar fatores relacionados à prática de atividade física e ao sedentarismo no lazer. MÉTODOS: Estudo prospectivo de coorte dos nascidos em 1982 na cidade de Pelotas (RS. Os dados foram coletados no nascimento e na visita em 2004-5, na qual foram avaliados 77,4% dos indivíduos da coorte, totalizando 4.297. Informações sobre a prática de atividades físicas, no período de lazer, foram obtidas por meio do Questionário Internacional de Atividades Físicas. Foram considerados sedentários os indivíduos com escore de prática de atividade física semanal inferior a 150 min. Foram consideradas variáveis independentes: sexo, cor da pele, peso ao nascer, renda familiar no ano do nascimento e mudança de renda entre o nascimento e os 23 anos. A regressão de Poisson com ajuste robusto da variância foi utilizada na avaliação dos fatores de risco para o sedentarismo. RESULTADOS: Os homens relataram 334 min do escore de atividades físicas no período de lazer por semana versus 112 min entre as mulheres. A prevalência de sedentarismo foi de 80,6% entre as mulheres e 49,2% entre os homens. Observou-se tendência de aumento do escore de atividades físicas conforme aumentou a renda ao nascer. Indivíduos atualmente pobres ou que se tornaram pobres na idade adulta foram mais sedentários. CONCLUSÕES: O sedentarismo no período de lazer entre adultos jovens mostrou-se elevado, principalmente no sexo feminino. A atividade física no lazer é determinada pelas condições socioeconômicas atuais.OBJETIVO: Analizar factores relacionados con la práctica de actividad física y al sedentarismo en el tiempo de ocio. MÉTODOS: Estudio prospectivo de cohorte de los nacidos en 1982 en la ciudad de Pelotas (Sur de Brasil. Los datos fueron colectados en el nacimiento y en la visita en 2004-5, en la cual fueron evaluados 77,4% de los individuos de la cohorte, totalizando 4.297. Informaciones sobre la práctica de actividades físicas, en el per

  7. Sintomatologia dolorosa e fatores associados em bailarinos profissionais Painful symptoms and associated factors in professional dancers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bianca Fontes Dore

    2007-04-01

    Full Text Available A sintomatologia dolorosa no esporte e na dança tem sido objeto de crescentes pesquisas nos últimos anos. Assim como os profissionais do esporte, os bailarinos profissionais apresentam dores e limiar de tolerância à dor elevados. É comum encontrarmos bailarinos com diversas lesões decorrentes do esforço excessivo. O objetivo do estudo foi investigar a prevalência e fatores associados à sintomatologia dolorosa em bailarinos profissionais. Foi realizado um estudo analítico de corte transversal em 141 bailarinos profissionais atuantes nas principais capitais do Nordeste brasileiro. Para avaliação da sintomatologia dolorosa foram utilizadas versões validadas para o português do Protocolo de McGill e do Inventário para Dor de Wisconsin. Para análise estatística dos resultados realizou-se uma análise descritiva, seguida dos testes t de Student e de correlação de Pearson, considerando-se um valor de p Painful symptoms in sports and dancing have been object of increasing research over the last years. Professional dancers as well as sports professionals present high pain and tolerance thresholds, being common to find dancers with several injuries derived from excessive effort. The aim of this study was to investigate the prevalence and factors associated with painful symptoms in professional dancers. An analytical study of transversal cut was conducted in 141 professional dancers performing in the main capitals of the Brazilian northeast. For evaluation of the painful symptoms, versions validated for Portuguese of the McGill Protocol and the Pain Inventory of Wisconsin were used. For the statistical analysis of results, a descriptive analysis followed by the t-Student and Pearson correlation tests was used, being considered a value of p < 0.05. High levels of pain tolerance were observed in 70.2% of the subjects, where the intensity varied from moderate to severe. Pain in the lumbar region was present in 85.8% of the interviewees

  8. Fatores associados à obesidade em adolescentes Factors associated with obesity among adolescents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vania de Matos Fonseca

    1998-12-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A obesidade na adolescência é um fator preditivo da obesidade no adulto. Assim, foram avaliados os fatores associados à obesidade e o uso do índice de massa morporal (IMC. MÉTODO: Foram avaliados 391 estudantes aferindo-se: consumo de alimentos, hábitos alimentares, características antropométricas dos pais e atividade física. O IMC foi a variável dependente utilizada na regressão linear multivariada. RESULTADOS: A prevalência de sobrepeso foi 23,9% para meninos e 7,2% para meninas. Fazer dieta para emagrecer foi 7 vezes mais freqüente entre meninas do que entre meninos com sobrepeso. Nos meninos, idade, uso de dieta, omissão de desjejum, horas de televisão/"vídeo-game" e obesidade familiar apresentaram associação positiva e significante com IMC. Nas meninas, associaram-se positivamente: uso de dieta, omissão de desjejum e obesidade familiar e negativamente idade da menarca. A correlação do IMC com medidas antropométricas foi maior que 0,7. CONCLUSÕES: Um padrão estético de magreza parece predominar entre meninas e elas o atingem com hábitos e consumo alimentar inadequados.INTRODUCTION: Obesity during adolescence is considered a strong predictor of adult obesity. The present study assessed the overweight/obesity prevalence and associated factors in middle class adolescents of a school in the city of Niteroi, Rio de Janeiro, Brazil, and evaluated the correlation between body mass index with anthropometric measures of fatness. METHOD: The analysis covered 391 students aged from 15 to 17 years. Adolescents had their weight, height, skinfold thickness and upper arm circumference measured at school. A food frequency questionnaire (list of 79 items and a questionnaire including food habits, parents anthropometric characteristics, physical activity and other factors associated with obesity were filled out by the adolescents at school. RESULTS: The proportion of overweight individuals among boys (Body Mass Index

  9. Factors associated to patients' noncompliance with hypertension treatment Factores asociados a la no adhesión de los pacientes al tratamiento de hipertensión arterial Fatores associados à não adesão dos pacientes ao tratamento de hipertensão arterial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Camila Dosse

    2009-04-01

    medicamentoso, refiriendo, por lo menos, un hábito de vida no saludable. Entre los motivos para la no adhesión, el factor emocional fue el más relatado (69,12%. Se concluye que este estudio puede proporcionar subsidios para intervenciones sobre la asistencia a los pacientes con HAS, con la finalidad de aumentar las tasas de adhesión y calidad de vida.O maior desafio da hipertensão arterial sistêmica (HAS é a adesão dos pacientes ao seu tratamento, sendo assim, este estudo teve como objetivos determinar a frequência às consultas e o percentual de adesão ao tratamento medicamentoso e não medicamentoso, além de identificar os principais motivos referidos pelos pacientes hipertensos para a não adesão. Trata-se de estudo descritivo, realizado com 68 hipertensos em um ambulatório escola, com 64,71% de mulheres (média de idade - 63,9 anos. Os instrumentos utilizados para coleta de dados foram: formulário de atendimento da equipe multiprofissional, o teste de Morisky-Green e a busca fonada. Os resultados: mostram que 61,76% eram assíduos às consultas, 86,76% não apresentaram adesão ao tratamento medicamentoso e 85,29% ao tratamento não medicamentoso, referindo, pelo menos, um hábito de vida não saudável. Dentre os motivos para a não adesão, o fator emocional foi o mais relatado (69,12%. Conclui-se que este estudo pode proporcionar subsídios para intervenções sobre a assistência aos pacientes com HAS, com a finalidade de aumentar as taxas de adesão e qualidade de vida.

  10. Fatores associados ao acesso anterior à gestação a serviços de saúde por adolescentes gestantes Factores asociados con el acceso anterior a la gestación a los servicios de salud por adolescentes gestantes Factors associated with access to health services prior to pregnancy by pregnant adolescents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ingrid Espejo Carvacho

    2008-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar os fatores determinantes do acesso de adolescentes gestantes a serviços de atenção primária à saúde, anterior à ocorrência da gestação. MÉTODOS: Estudo transversal baseado em referencial teórico. O acesso a serviços foi analisado em cinco dimensões: geográfico, econômico, administrativo, psicossocial e de informação. Participaram 200 adolescentes primigestas (10 a 19 anos atendidas em uma unidade básica de saúde do município de Indaiatuba (SP, em 2003. Um questionário com perguntas abertas e fechadas referentes ao acesso ao último serviço de saúde utilizado, anterior à gestação, foi aplicado às participantes no momento de sua primeira consulta de pré-natal. Os dados foram analisados por meio do teste de qui-quadrado de Pearson ou exato de Fisher e por regressão logística múltipla, considerando as cinco dimensões de acesso. RESULTADOS: Mais da metade (63,7% das adolescentes utilizou algum serviço de saúde para consulta ginecológica. Entre as que nunca consultaram um ginecologista, as justificativas dadas foram falta de informação (43,8% ou sentimento de medo ou vergonha (37,0%. A principal dificuldade de acesso ao serviço esteve relacionada a barreiras psicossociais, identificadas por 77,0% das adolescentes. CONCLUSÕES: Entre as barreiras de acesso ao serviço de saúde, foram significativas apenas as psicossociais. São necessárias novas estratégias para facilitar o acesso ao serviço de saúde às adolescentes, incluindo ações que diminuam as barreiras de gênero e que se considerem suas características sociodemográficas e o vínculo com seus parceiros.OBJETIVO: Analizar los factores determinantes del acceso de adolescentes gestantes a los servicios de atención primaria a la salud, anterior a la ocurrencia de la gestación. MÉTODOS: Se efectuó estudio transversal basado en referencial teórico. El acceso a servicios fue analizado en cinco dimensiones: geográfico, econ

  11. Projeto Bambuí: estudo de base populacional dos fatores associados com o uso regular de serviços odontológicos em adultos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Matos Divane Leite

    2001-01-01

    Full Text Available Um estudo seccional foi desenvolvido na cidade de Bambuí, Minas Gerais, com o objetivo de identificar fatores associados ao uso regular de serviços odontológicos entre adultos. Os participantes foram entrevistados utilizando-se um questionário estruturado e questões previamente validadas. Um total de 999/1221 (81,8% indivíduos com idade > ou = 18 anos selecionados aleatoriamente participaram do inquérito de saúde bucal. Destes, 654 entre 656 indivíduos que possuíam pelo menos um dente natural e haviam visitado o dentista pelo menos uma vez na vida participaram do presente trabalho. Resultados ajustados pela regressão logística múltipla mostraram que o uso regular de serviços odontológicos foi significativamente associado a ter > ou = 8 e 4-7 anos de escolaridade (OR = 9,90; IC 95% = 2,90-33,77 e OR = 3,87; IC 95% = 1,11-13,51, respectivamente, ter preferência para tratamento dentário restaurador em comparação à extração (OR = 4,91; IC 95% = 2,23-10,79, não ter necessidade atual de tratamento dentário (OR = 4,87; IC 95% = 3,17-7,49 e acreditar que ir ao dentista previne a cárie e a doença na gengiva (OR = 1,73; IC 95% = 1,13-2,65. Os resultados mostram que o uso regular de serviços odontológicos na população estudada foi explicado nas diferentes dimensões do modelo elaborado por Andersen & Newman (1973.

  12. HIV em mulheres de meia-idade: fatores associados HIV in middle-aged women: associated factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Lúcia Ribeiro Valadares

    2010-01-01

    Full Text Available A infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV tem aumentado significativamente entre mulheres de meia-idade. Nesta revisão foi feito um levantamento de estudos recentes que buscam identificar possíveis fatores de risco associados à infecção pelo HIV em mulheres climatéricas. São abordados diversos fatores associados, como: sintomas climatéricos, mudança de comportamento do parceiro sexual frente a novos medicamentos, negociação sobre o uso de preservativos em relações sexuais, comportamento de risco para HIV, autoestima global e autoestima sexual, história pregressa de abuso sexual, uso de drogas, estereótipo da vida sexual na maturidade, uso de terapia antirretroviral e abordagem da função sexual.Human immunodeficiency virus (HIV infection has increased considerably among middle-aged women. In this work we reviewed recent studies aimed at identifying possible factors related to HIV infection in climacteric women. Several associated factors are considered, such as: climacteric symptoms, partner's change in sexual behavior in face of new drugs, negotiation for use of condoms in sexual intercourse, risk behavior for HIV, global self-esteem and sexual self-esteem, history of sexual abuse, use of drugs, stereotypes of sex life in maturity, use of antiretroviral therapy and approach to sexual function.

  13. Fatores associados ao declínio do déficit estatural em crianças e adolescentes em Pernambuco Factores asociados a la disminución del déficit de estatura en niños y adolescentes en Pernambuco, Brasil Factors associated with the decline in stunting among children and adolescents in Pernambuco, Northeastern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa Sá Leal

    2012-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a evolução do déficit estatural em crianças e adolescentes e identificar seus fatores associados. MÉTODOS: Estudo transversal, com dados das Pesquisas Estaduais de Saúde e Nutrição realizadas em Pernambuco nos anos de 1997 e 2006. A amostra do tipo probabilística (aleatória estratificada, com representatividade para os estratos urbanos e rurais do estado. Para a coleta de dados foram utilizados questionários com perguntas pré-codificadas referentes a informações sobre as variáveis socioeconômicas, demográficas e antropométricas (das mães, crianças e adolescentes. A população estudada foi de, respectivamente, 1.853 e 1.484 crianças e adolescentes de cinco a 19 anos. A análise de regressão múltipla com seleção hierarquizada foi utilizada para avaliar a associação das variáveis explanatórias sobre o déficit estatural. RESULTADOS: A prevalência do déficit de estatura apresentou redução significante de 43% (de 16,9% em 1997 para 9,6% em 2006. As variáveis socioeconômicas e a estatura materna estiveram associadas a este declínio, com reduções variando de 39% a 60% entre os estratos analisados. Na análise dos determinantes do déficit estatural, no ano de 2006, permaneceram como significantes: a renda familiar per capita (OBJETIVO: Analizar la evolución de la disminución del déficit de estatura en niños y adolescentes e identificar sus factores asociados. MÉTODOS: Estudio transversal, con datos de las Investigaciones Estatales de Salud y Nutrición realizadas en Pernambuco (Noreste de Brasil en los años de 1997 y 2006. La muestra de tipo probabilística (aleatoria estratificada, con representación de los estratos urbanos y rurales del estado. Para la colecta de datos fueron utilizados cuestionarios con preguntas pre-codificadas referentes a informaciones sobre las variables socioeconómicas, demográficas y antropométricas (de las madres, niños y adolescentes. La poblaci

  14. Investigação de fatores associados à asma de difícil controle Investigation of factors associated with difficult-to-control asthma

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Carla Sousa de Araujo

    2007-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Pesquisar a freqüência dos fatores associados à asma de difícil controle. MÉTODOS: Foram selecionados pacientes com diagnóstico de asma grave do ambulatório de asma do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Os pacientes foram classificados em dois grupos: asma grave controlada e asma grave de difícil controle. Após nova tentativa de otimização do tratamento para o grupo de difícil controle, foram aplicados questionário e investigação complementar de fatores associados, como exposição ambiental domiciliar e ocupacional, tabagismo, fatores sociais, rinossinusite, doença do refluxo gastroesofágico (DRGE, apnéia obstrutiva do sono, insuficiência cardíaca congestiva (ICC, embolia pulmonar, fibrose cística, disfunção de cordas vocais, deficiência de alfa-1 antitripsina e vasculite de Churg-Strauss. RESULTADOS: Foram selecionados 77 pacientes com asma grave, dos quais 47 apresentavam asma de difícil controle, sendo 68,1% do sexo feminino, idade média de 44,4 anos (±14,4 e volume expiratório forçado no primeiro segundo de 54,7% (±18,3%. Dos diagnósticos encontrados em associação à asma de difícil controle, o mais freqüente foi a pouca adesão ao tratamento (68%. Outros foram as más condições ambientais (34% e ocupacionais (17%, rinossinusite (57%, DRGE (49%, apnéia obstrutiva do sono (2%, ICC (2% e tabagismo (10%. Em todos os casos, pelo menos um desses fatores concomitantes foi diagnosticado. CONCLUSÕES: O fator mais freqüente associado à asma de difícil controle nos indivíduos estudados é a pouca adesão à medicação prescrita. A investigação de co-morbidades é imperativa na avaliação de pacientes com esta forma da doença.OBJECTIVE: To determine the prevalence of factors associated with difficult-to-control asthma. METHODS: Patients with severe asthma were selected from the outpatient asthma clinic of the Ribeirão Preto School of Medicine Hospital das Cl

  15. Adenomas colorretais: fatores de risco associados à displasia de alto grau Colorectal adenomas: risk factors for high-grade dysplasia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Julia Schmidt Silva

    2009-06-01

    Full Text Available FUNDAMENTOS: O estudo dos pólipos, em especial os adenomatosos, é relevante devido à correlação direta com o carcinoma colorretal. Objetivo: Analisar quais são os fatores de risco para uma displasia de alto grau do pólipo adenomatoso retirados endoscopicamente. MÉTODOS: Avaliamos todas as colonoscopias realizadas pelo Serviço de Coloproctologia no período de janeiro de 2003 a dezembro de 2006. Foram incluídos os pacientes com diagnóstico de pólipos adenomatosos. Analisamos a existência da relação entre adenomas com displasia de alto grau e os fatores associados dos pacientes e pólipos. RESULTADOS: Foram realizados 1821 exames e encontramos 208 pacientes com 326 adenomas. 51,4% do sexo masculino e 69,2% tinham um único adenoma. Foram encontrados 28 pacientes (13,5% com, ao total, 34 adenomas (10,4%, com displasia de alto grau. Entre os adenomas com displasia de alto grau, 64,7% eram = 1cm, 61,8% eram sésseis, 29,4% vilosos e 70,6% estavam localizados no cólon esquerdo. Comparando as características do grupo dos adenomas com displasia de baixo grau com o de alto grau, foi estatisticamente significativo o tamanho = 1cm e o componente viloso (P BACKGROUND: The study of polyps, especially adenomatous, is justified because of the straight correlation among them with the incidence of CRC. Objective: To analyze the risk factors for high-grade dysplasia of adenomatous polyps removed endoscopically. METHODS: All consecutive colonoscopies performed by the Colorectal Department of the Hospital Nossa Senhora da Conceição, in Porto Alegre/RS, from January 2003 to December 2006, were evaluated. Patients diagnosed with adenomatous polyps were included. The relationship among tumors with high-grade dysplasia and the features of the patients and polyps were analyzed. RESULTS: Among the 1,821 exams, 326 adenomas were detected in 208 patients. 51.4% of the patients were male; 69,2% had only one adenoma. A total of 28 patients (13,5% with 34

  16. Factores salivales asociados a prevalencia e incremento de caries dental en escolares rurales Fatores salivares associados à prevalência e ao aumento de cáries dentais em escolares de área rural Salivary factors associated to the prevalence and increase of dental caries in rural schoolchildren

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lila Susana Cornejo

    2008-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Evaluar la asociación de la saliva y la prevalencia de caries. MÉTODOS: Estudio longitudinal de dos años, en una población de niños escolares rural de Cruz del Eje, Córdoba-Argentina, entre los años 2000 y 2002. La población de estudio comprendió la totalidad de escolares asistentes (N=196 a ocho escuelas rurales de 5 a 14 años de edad, ambos sexos. Se estudiaron tres momentos (N=46: base, 12 y 24 meses. Se evaluaron los componentes salivales y los índices CPOD y ceod. Se crearon las variables nominales, "caries" y "caries nueva" para evaluar riesgo de caries en el estudio base y en los tiempos 12 y 24 meses, respectivamente. Se aplicó el análisis de componentes principales para seleccionar factores salivales relacionados con la presencia de caries que a posterior se categorizaron según valor de la mediana como punto de corte. RESULTADOS: Se observó alta prevalencia de caries (50%-90% en los tres momentos de estudio. El incremento de caries fue significativamente mayor a los 12 meses (p=0.000, comparado con el observado a los 24 meses. En el estudio base se observó concentración baja y homogénea de los iones fosfato y calcio, y asociación significativa (pOBJETIVO: Avaliar a associação entre saliva e prevalência de cáries. MÉTODOS: Estudo longitudinal de dois anos, em população de escolares de Cruz del Eje, Córdoba-Argentina, entre os anos 2000 e 2002. A população de estudo compreendeu todos os escolares matriculados (N=196 em oito escolas rurais, de cinco a 14 anos de idade, ambos sexos, analisados em três momentos (N=46: base, 12 e 24 meses. Avaliaram-se os componentes salivares e os índices CPOD e ceod. As variáveis nominais "cáries" e "cáries novas" foram criadas para avaliar o risco de cáries no momento base e aos 12 e 14 meses, respectivamente. A análise dos componentes principais foi aplicada para selecionar os fatores salivares relacionados com a presença de cáries e em seguida foram

  17. Prevalência de tabagismo e fatores associados em área metropolitana da região Sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leila B. Moreira

    1995-02-01

    Full Text Available Com o objetivo de avaliar a prevalência de tabagismo em Porto Alegre, RS, Brasil, e os fatores associados, executou-se estudo observacional, de delineamento transversal e base populacional. Através de amostragem aleatória proporcional, por estágios múltiplos e conglomerados, selecionaram-se 1.091 indivíduos, a partir de 18 anos, que responderam a um questionário, em entrevista domiciliar. Aferiu-se o hábito de fumar através de perguntas dirigidas ao tipo de fumo, freqüência e tempo de exposição. A prevalência foi de 34,9% (IC 31,9 - 37,8, sendo de 41,5% (IC 38,5 - 44,4 entre os homens e 29,5% (IC 26,8 - 32,2 entre as mulheres. O início foi, em média, aos 16 (±5,6 e 17,8 (±6,7 anos, com moda de 15 e 14 anos, respectivamente. Os homens fumavam 19,0 ± 14,0 cigarros por dia e as mulheres 14,5 ± 10,3. Analisaram-se as associações através de regressão logística, incluindo-se no modelo sexo, idade, educação, renda, qualificação profissional e consumo de álcool. O hábito de fumar foi mais freqüente entre os homens, indivíduos de menor nível socioeconômico, dos 30 aos 39 anos, e entre os usuários de bebidas alcoólicas. Conclui-se que o tabagismo é freqüente em Porto Alegre, constituindo-se problema de saúde pública similar ao referido pela literatura. O consumo de álcool deve estar associado ao fumo por serem ambos comportamentos de risco, com determinantes comuns.

  18. Prevalência da anemia e fatores associados em crianças de seis a 59 meses de Pernambuco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Pedrosa Leal

    2011-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar a prevalência de anemia e identificar seus fatores associados em crianças de seis a 59 meses. MÉTODOS: Estudo transversal com dados da III Pesquisa Estadual de Saúde e Nutrição/Pernambuco em amostra representativa de 1.403 crianças para as áreas urbana e rural. A anemia foi diagnosticada pela dosagem da hemoglobina. A análise multivariada foi realizada a partir de um modelo hierárquico, utilizando a regressão de Poisson, com variância robusta para estimar a razão de prevalência em função de variáveis: biológicas, de morbidade e estado nutricional da criança, socioeconômicas, de habitação, de saneamento e fatores maternos. RESULTADOS: A prevalência ponderada de anemia foi de 32,8%: 31,5% na área urbana e 36,6% na rural. Na área urbana, as variáveis que se associaram significantemente à anemia foram: escolaridade materna, bens de consumo, número de crianças menores de cinco anos no domicílio, tratamento da água de beber, idade e anemia materna e idade da criança. Na área rural, apenas a idade materna e a idade da criança associaram-se de modo significante à anemia. CONCLUSÕES: A prevalência de anemia nas crianças pernambucanas é semelhante nas áreas urbana e rural. Os fatores associados à anemia apresentados devem ser considerados no planejamento de medidas efetivas para o seu controle.

  19. Deficiencia de vitamina A e fatores associados em criancas de areas urbanas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daiane de Queiroz

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a prevalência da deficiência de vitamina A em crianças e os fatores associados. MÉTODOS: Estudo de corte transversal de base populacional realizado com 1.211 crianças de seis a 59 meses de idade, de ambos os sexos, procedentes da área urbana de nove cidades do estado da Paraíba, Brasil. O estado nutricional de vitamina A foi avaliado pelas concentrações séricas de retinol e presença de infecção subclínica avaliada pelas concentrações de proteína C-reativa. Foram investigadas as condições socioeconômicas, demográficas, de saneamento, além da suplementação prévia com vitamina A. Foram consideradas com deficiência de vitamina A as crianças com concentrações de retinol sérico < 0,70 µmol/L. Níveis séricos de vitamina A < 0,70 µmol/L com prevalência ≥ 20% foram considerados como grave problema de saúde pública. Análises uni e multivaridas foram conduzidas para testar associações estatísticas (p < 0,05. RESULTADOS: A prevalência de deficiência de vitamina A foi de 21,8% (IC95% 19,6;24,2, mostrando associação com a presença de infecção subclínica e ausência de água no domicílio. A prevalência de deficiência de vitamina A foi de 21,8% (IC95% 19,6;24,2. Após ajuste para confundimento, a deficiência de vitamina A mostrou-se associada com a presença de infecção subclínica e com a ausência de água no domicílio. A ocorrência da deficiência de vitamina A foi quatro vezes maior (IC95% 1,49;10,16 em crianças com infecção subclínica e sem água no domicilio, comparativamente às crianças sem infecção e com água no domicílio. CONCLUSÕES: Apesar das ações de prevenção e controle da deficiência de vitamina A, a hipovitaminose A ainda configura-se como um problema de saúde pública preocupante entre as crianças menores de cinco anos.

  20. Fatores associados às complicações metabólicas e alimentação em idosos da zona rural

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sara Franco Diniz Heitor

    Full Text Available Resumo Este estudo objetivou avaliar fatores associados às complicações metabólicas e de alimentação em idosos da zona rural de Uberaba, Minas Gerais, norteados pelo Guia “10 passos para uma alimentação saudável para pessoas idosas” do Ministério da Saúde. Realizado inquérito domiciliar com 833 pessoas, 60 anos ou mais de idade, sem declínio cognitivo. Os dados foram coletados utilizando questionário de frequência alimentar, aferição de medidas antropométricas; submetidos à análise descritiva, taxa de prevalência e teste qui-quadrado (p < 0,05. As complicações metabólicas foram associadas ao sexo feminino (p = 0,001 e ao sobrepeso (p = 0,006. Mulheres se adequaram a cinco passos: número de refeições, ingestão adequada de leite e carnes magras, consumo reduzido de refrigerantes, doces e sal, prática de atividade física, não fumar e não ingerir bebida alcoólica; enquanto os homens seguiam três passos: consumo adequado de cereais, de arroz com feijão e de água. Idosos com menos de 80 anos aderiram mais ao consumo de água. Três passos se associaram ao peso normal, dois à classificação sem risco para complicações metabólicas e nenhum à escolaridade. Conclui-se que a dieta dos idosos rurais não está adequada às recomendações de alimentação saudável do Ministério da Saúde.

  1. Cobertura vacinal e fatores associados ao esquema vacinal básico incompleto aos 12 meses de idade, São Luís, Maranhão, Brasil, 2006 Cobertura de vacunación y factores asociados con esquemas incompletos de vacunación básica a los 12 meses de edad, São Luis, Maranhão, Brasil, 2006 Vaccination coverage and factors associated with incomplete basic vaccination schedule in 12-month-old children, São Luís, Maranhão State, Brazil, 2006

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nayra Anielly Lima Cabra

    2013-03-01

    Full Text Available O estudo objetivou avaliar a cobertura vacinal e os fatores associados ao esquema vacinal básico incompleto aos 12 meses de idade, em 427 crianças de 12 a 59 meses, em São Luís, Maranhão, Brasil, 2006. Trata-se de inquérito domiciliar transversal, de base populacional, com amostragem complexa por conglomerados. Empregou-se regressão de Poisson com ajuste robusto da variância. A cobertura para o esquema básico completo foi de 71,9% segundo doses aplicadas, 61,8% para doses válidas e 23,6% para doses corretas. As vacinas contra hepatite B e tetravalente apresentaram maiores percentuais de doses aplicadas em datas ou intervalos inferiores aos recomendados. Os percentuais de atraso vacinal foram elevados, exceto para a BCG. Percentuais mais elevados de esquema vacinal básico incompleto foram encontrados em crianças das classes econômicas D e E, do sexo feminino e de chefes de família de cor da pele preta. As desigualdades raciais, de gênero e socioeconômicas representaram barreiras à vacinação completa, indicando necessidade de reforçar as políticas equitativas que eliminem essas desigualdades.El estudio tiene como objetivo evaluar la cobertura de vacunación y los factores asociados al esquema incompleto de vacunación básico a los 12 meses de edad, realizado en 427 niños de 12 a 59 meses, en São Luis, Maranhão, Brasil, 2006. Se trata de una encuesta domiciliaria transversal, de base poblacional, con muestreo complejo por conglomerados. Se empleó la regresión de Poisson con un ajuste robusto de variancia. La cobertura para el esquema básico completo fue de un 71,9% según las dosis aplicadas, un 61,8% para dosis válidas y un 23,6% para dosis correctas. Las vacunas contra la hepatitis B y tetravalente presentaron mayores porcentajes de dosis aplicadas en fechas o intervalos inferiores a los recomendados. Los porcentajes de atraso en la vacunación fueron elevados, excepto para la vacuna BCG. Los porcentajes más elevados

  2. LER/DORT na terceira década da reestruturação bancária: novos fatores associados?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Scopel

    2012-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar a prevalência de casos sugestivos de LER/DORT e fatores associados três décadas após a reestruturação bancária. MÉTODOS: Estudo transversal com 356 funcionários de 27 agências bancárias das redes pública e privada de Porto Alegre, RS, entre abril e agosto de 2009. Foi utilizada análise estatística bruta e ajustada pelo modelo de Regressão de Poisson com variância robusta, conduzida por modelo hierárquico em três níveis, incorporando-se a estrutura do delineamento e ajuste para os conglomerados. Os resultados foram estratificados por porte da agência e dicotomizados (≥ 25 e < 25 funcionários. RESULTADOS: A prevalência de casos sugestivos de LER/DORT foi menor nos homens (RP = 0,62 IC95% 0,47;0,81. Trabalhadores com idade entre 26 e 45 anos (RP = 2,51 IC95% 1,02;6,14 apresentaram maior prevalência do desfecho. Indivíduos com pós-graduação (RP = 0,45 IC95% 0,22;0,90 e tempo na função entre 5,1 e 15 anos (RP = 0,62 IC95% 0,47;0,81 apresentaram fator de proteção para os casos sugestivos de LER/DORT. Ao estratificar as análises por porte, nas agências com 25 funcionários ou menos, idade, renda e tempo na função permaneceram associados, enquanto nas agências com mais de 25 funcionários, sexo e escolaridade associaram-se ao desfecho. CONCLUSÕES: Aspectos importantes no adoecimento por LER/DORT entre bancários parecem hoje ser diferentes dos historicamente conhecidos. Atenção maior à organização do trabalho e às estratégias de gestão deveria ser considerada na elaboração de programas de prevenção de adoecimento no trabalho bancário.

  3. Fatores de risco cardiovascular e fatores associados em escolares do Município de Belém, Pará, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simone Augusta Ribas

    2014-03-01

    Full Text Available Este estudo transversal visou a identificar fatores de risco para doença cardiovascular em uma amostra, estratificada por conglomerados, de 557 escolares (6-19 anos de Belém, Pará, Brasil. Os fatores de risco investigados foram obesidade, hipertensão arterial, dislipidemia, diabetes, tabagismo, sedentarismo e dieta aterogênica. Variáveis sociodemográficas e relacionadas ao estilo de vida foram testadas no modelo de regressão binária logística. Os fatores de risco prevalentes foram excesso de peso (20,4%, dislipidemia (48,1% e sedentarismo (66,2%. Constatou-se que os escolares abaixo de dez anos e os provenientes das famílias de maior renda e com maior escolaridade materna apresentaram mais chances de desenvolverem excesso de peso; por sua vez, os escolares com excesso de peso foram os mais propensos a desenvolver hipercolesterolemia e hipertrigliceredemia. Diante desse quadro, faz-se necessária, ainda na primeira infância, a implantação de estratégias para controle de excesso de peso, por meio da alimentação balanceada e da prática física regular, para que se possa reduzir de forma efetiva a prevalência de fatores de risco em escolares nesta cidade.

  4. Consumo frequente de bebidas alcoólicas por adolescentes escolares: estudo de fatores associados Frequent consumption of alcohol by school age adolescents: study of associated factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Analy Marquardt de Matos

    2010-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar fatores associados ao consumo frequente de bebidas alcoólicas por adolescentes escolares em Feira de Santana, BA. MÉTODO: Estudo transversal, com amostra aleatória, estratificada por conglomerado, totalizando 10 escolas de portes diferenciados e 776 estudantes de ambos os sexos que relataram consumo de bebidas alcoólicas, na faixa etária de 14 a 19 anos, assegurando representatividade das escolas e alunos. O instrumento auto-aplicável foi elaborado segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS e questionários validados em outros estudos. A coleta garantiu procedimentos para anonimato e sigilo. Foram considerados expostos adolescentes que referiram consumo frequente (em pelo menos todo final de semana. RESULTADOS: O consumo frequente/pesado mostrou associações significantes com sexo masculino, consumo precoce, parceiro sexual pouco conhecido, problemas com substâncias psicoativas (SPAs na família, coabitação com companheiro, renda própria, tráfico de drogas, consumo com amigos, atividades na escola, motivações (ansiedade, animação/prazer; e consequências (outras SPAs, brigas, inadimplência ao trabalhoescola. CONCLUSÕES: O conhecimento dos fatores pessoais, interpessoais, familiares e ambientais associados ao consumo de bebidas alcoólicas por adolescentes devem ser considerados na implementação de programas escolares e políticas públicas de prevenção, visando comportamentos que minimizem a exposição ao risco associado.OBJECTIVES: To analyze factors associated with the frequent consumption of alcohol by school age adolescents in Feira de Santana, Bahia. METHOD: Cross sectional study with random sampling, stratified by clusters, totaling 10 schools of different sizes. Although 1,409 students were included in the sample, only 776 of both genders, aged 14 to 19 years who reported alcohol drinking were included in the analysis, providing representativeness of schools and students. Data collection tools

  5. Política Nacional de Saúde Bucal: fatores associados à integralidade do cuidado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sônia Cristina Lima Chaves

    2010-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar fatores relacionados à integralidade na assistência à saúde bucal em centros de especialidades odontológicas segundo os princípios norteadores da Política Nacional de Saúde Bucal. MÉTODOS: Estudo exploratório transversal baseado em entrevista com 611 usuários de quatro centros de especialidades odontológicas da Bahia em 2008. A variável dependente foi descrita como "integralidade na saúde bucal", correspondente à realização de tratamento odontológico básico antes do tratamento especializado ou concomitante a este. As principais co-variáveis se referiram a cobertura da estratégia saúde da família no município, características sociodemográficas dos usuários, acessibilidade organizacional e geográfica ao serviço, além do tipo de especialidade demandada. RESULTADOS: Residentes de cidades em que o Programa Saúde da Família tinha cobertura > 50% tiveram mais chance de concluir o tratamento odontológico (RP = 2,03, IC 95%: 1,33;3,09 em relação àqueles residentes em locais com cobertura menor. Quem buscou tratamento endodôntico teve mais chance de receber assistência integral à saúde bucal do que os usuários em busca de outras especialidades (RP = 2,31, IC 95%: 1,67;3,19. Os usuários com maior facilidade no acesso geográfico ao serviço especializado (RP = 1,22, IC 95%: 1,03;1,41, com ficha de referência (RP = 2,95, IC 95%: 1,82;4,78 e oriundos da atenção primária (RP = 3,13, IC 95%: 1,70;5,77 tiveram mais chance de alcançar a integralidade na assistência à saúde bucal em relação aos demais usuários. CONCLUSÕES: Usuários com facilidade de acesso geográfico, mais jovens e necessidade de serviço endodôntico tiveram mais chance de receber assistência integral. A implantação de centros de especialidades odontológicas em municípios nos quais a atenção primária à saúde não esteja adequadamente estruturada não é recomendada, visto que a atenção secundária estaria

  6. Ruptura prematura das membranas amnióticas no pré-termo: fatores associados à displasia broncopulmonar Preterm premature rupture of the fetal membranes: factors associated with bronchopulmonary dysplasia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Danieli Dias Gonçalves

    2010-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: identificar os fatores obstétricos e neonatais associados ao desfecho de displasia broncopulmonar em pacientes com amniorrexe prematura no pré-termo. MÉTODOS: foram analisados 213 prontuários do Instituto Fernandes Figueira, entre 1998 e 2002, cujas pacientes evoluíram com quadro de amniorrexe prematura 10 dias (OR: 54,00 [11,55-278,25] p=0,000; idade gestacional 10 dias (p=0,001 e "uso de surfactante" (p=0,040 permaneceram independentemente associadas ao desfecho. CONCLUSÕES: observou-se que os fatores associados à displasia broncopulmonar são de natureza neonatal, sendo que a ventilação mecânica duradoura e o uso de surfactante neonatal influenciaram no desenvolvimento dessa doença.PURPOSE: to analyze obstetric and neonatal factors associated with bronchopulmonary dysplasia outcome in patients with preterm premature amniorrhexis. METHODS: we analyzed 213 medical records of patients of Fernandes Figueira Institute who suffered premature amniorrhexis (10 days (p=0.001 and "use of a surfactant" (p=0.040 remained independently associated with bronchopulmonary dysplasia. CONCLUSIONS: the factors associated with bronchopulmonary dysplasia are related to neonatal features, asprolonged mechanical ventilation and the use of a surfactant influencethe development of thedisease.

  7. Prevalência de transtornos depressivos e fatores associados em amostra populacional de idosos de São Paulo

    OpenAIRE

    Ricardo Barcelos Ferreira

    2013-01-01

    INTRODUÇÃO. Depressão é reconhecida como um grave problema de saúde pública, por ser a causa mais frequente de sofrimento emocional e redução da qualidade de vida. No entanto, são escassos os estudos que investigam depressão e fatores associados em idosos de países em desenvolvimento. OBJETIVO E MÉTODO. Estudo transversal de base populacional com 1563 indivíduos idosos (>= 60 anos) de três diferentes classes socioeconômicas (alta, média e baixa) da cidade de São Paulo. Os sujeitos foram avali...

  8. Fatores associados com a qualidade de vida relacionada à saúde de idosos em hemodiálise

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sonia Faria Mendes Braga

    2011-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar fatores associados à qualidade de vida relacionada à saúde de pacientes idosos em hemodiálise. MÉTODOS: Estudo transversal com 223 pacientes com idade > 60 anos em hemodiálise nas unidades de diálise do município de Belo Horizonte, MG, em 2008. A qualidade de vida foi avaliada utilizando o Kidney Disease and Quality of Life - Short Form (KDQOL-SF e o Medical Outcome Survey - Short Form 36 (SF-36. Os três escores do KDQOL-SF medidos foram: componente da doença renal sumarizado (11 subescalas, componente físico sumarizado (quatro subescalas e componente mental sumarizado (quatro subescalas. RESULTADOS: Foram observadas associações negativas significativas e independentes do componente da doença renal e mental com número de doenças crônicas e tempo de tratamento (ambas. O componente físico foi menor entre os mais velhos, as mulheres, aqueles com maior número de internações e com três ou mais doenças crônicas. CONCLUSÕES: A associação consistente com presença de doenças crônicas mostra a importância do perfil de morbidade para a qualidade de vida dessa população. A identificação dos fatores associados, como aumento da idade, sexo feminino, número de internações e tempo de tratamento, pode favorecer o planejamento adequado das ações de saúde para melhor atender a esse grupo.

  9. Fatores associados a não realização de Papanicolau em mulheres quilombolas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcio Vasconcelos Oliveira

    2014-11-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi analisar os fatores associados a não realização do exame de Papanicolaou entre as mulheres quilombolas residentes em Vitória da Conquista, Bahia. Foi utilizado delineamento de estudo transversal de base populacional, com inclusão de mulheres com idade de 18-64 anos. Foram realizadas análise descritiva e de associação univariada e multivariada utilizando modelo logístico multinomial. Mulheres que nunca realizaram o exame ou o realizaram há mais de três anos foram comparadas separadamente com aquelas que realizaram o exame há menos de três anos. De 348 mulheres incluídas na análise, 27,3% afirmaram nunca ter realizado o Papanicolaou. Foram associados de forma independente com nunca ter feito o exame: faixa etária de 18 a 29 anos e 50 a 59 anos, não ter instrução, não ter companheiro, buscar atendimento relacionado à saúde em unidades/estabelecimentos diferentes de seu local de residência e ter realizado exame clínico das mamas há três ou mais anos ou nunca tê-lo realizado. Os achados indicam uma necessidade de reflexão, com o objetivo de melhor enfrentamento dos fatores que se associam à não realização do exame Papanicolaou entre as mulheres quilombolas, sendo importante contemplar ações de prevenção para o câncer de colo uterino.

  10. Padrões de consumo de alimentos e fatores associados em adultos de Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil: Projeto OBEDIARP

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suely Godoy Agostinho Gimeno

    2011-03-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi descrever e identificar fatores associados aos padrões de consumo de alimentos de residentes no Município de Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil. Trata-se de estudo transversal realizado entre sujeitos de ambos os sexos e com idade > 30 anos (n = 930; n ponderado = 2.197. Empregou-se a análise fatorial na identificação dos padrões de consumo obtidos por questionário semiquantitativo. Identificaram-se quatro padrões: (a obesogênico: mais frequente entre os mais ativos, com maior escolaridade e idade < 40 anos; (b saudável: mais frequente entre mulheres, naqueles sem excesso de peso, mais velhos, com obesidade central, mais ativos e com melhor condição socioeconômica; (c misto: mais prevalente entre os sem excesso de peso, entre mulheres e entre os mais jovens; (d popular: mais frequente entre os sem hipercolesterolemia e com menor renda familiar. Esses resultados evidenciam a necessidade de estimular a ingestão de alimentos saudáveis de forma a prevenir o aparecimento de doenças crônicas.

  11. Resiliência: concepções, fatores associados e problemas relativos à construção do conhecimento na área

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mara Regina Santos da Silva

    2003-12-01

    Full Text Available A resiliência caracteriza-se pela capacidade do ser humano responder de forma positiva às demandas da vida quotidiana, apesar das adversidades que enfrenta ao longo de seu desenvolvimento. Trata-se de um conceito que comporta um potencial valioso em termos de prevenção e promoção da saúde das populações; mas, ainda permeado de incertezas e controvérsias. O objetivo deste artigo é trazer uma revisão de estudos, focalizando convergências e divergências nas concepções de resiliência de diferentes autores, além de apresentar o que tem sido analisado como fatores de risco e de proteção a ela associados, pontuando os problemas identificados na construção do conhecimento acerca deste fenômeno. O material revisado evidencia que, apesar do conhecimento já produzido, não existe, ainda, uma definição de consenso acerca de resiliência e sua operacionalização constitui-se em um desafio com que se deparam os pesquisadores, em alguma etapa de seus estudos.

  12. Fatores de risco associados à intensidade de dor nas costas em escolares do município de Teutônia (RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Matias Noll

    2016-06-01

    Full Text Available Resumo Este estudo teve como objetivo verificar a prevalência e intensidade de dor nas costas (DC e os fatores de risco associados a um nível de elevada intensidade de dor em escolares do Ensino Fundamental de Teutônia, RS. Participaram deste estudo epidemiológico 1.597 escolares de 5ª a 8ª séries. Os dados foram coletados por meio de um questionário autoaplicável e analisados a partir de uma análise multivariável e do cálculo das razões de prevalência (RP (α=0,05. Verificou-se que a prevalência de DC nos últimos três meses foi de 55,7% (n = 802 e que a elevada intensidade de DC está associada com as variáveis: frequência de dor (RP = 1,37; p = 0,001, impedimento ao fazer atividades do dia a dia (RP = 1,25; p = 0,001 e meio de transporte do material escolar (RP = 1,10; p = 0,026. Estes resultados podem auxiliar os professores de educação física a planejar suas atividades curriculares.

  13. Prevalência e fatores associados à presença de anemia em idosos do município de Viçosa (MG, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Clarice Santana Milagres

    2015-12-01

    Full Text Available Resumo A anemia é o problema hematológico mais comum encontrado na população idosa. Com objetivo de avaliar a prevalência e os fatores associados à anemia em idosos no município de Viçosa (MG, foi realizado um estudo transversal, de base populacional. Os dados foram coletados de junho a dezembro de 2009, mediante inquérito domiciliar e realização de exames bioquímicos em 349 idosos. A prevalência de anemia foi de 11,7% (IC95% 8,3%-15,1% e mostrou-se mais elevada entre os homens (15,4%, entre idosos com 80 anos e mais (30,0% e naqueles que praticavam polifarmácia (16,8%. Os resultados evidenciaram determinantes de anemia semelhantes ao observado em países desenvolvidos. A real necessidade da polifarmácia deve ser avaliada na atenção à saúde dos idosos, com vistas a prevenir iatrogenias, dentre as quais a anemia está incluída.

  14. Fatores associados ao excesso de peso entre adolescentes de diferentes redes de ensino do município de Presidente Prudente, São Paulo Factors associated with overweight among adolescents in different school systems in the municipality of Presidente Prudente in the State of São Paulo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rômulo A. Fernandes

    2009-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: analisar associações entre excesso de peso e fatores de risco familiares em diferentes âmbitos escolares. MÉTODOS: estudo descritivo/analítico de delineamento transversal com 1779 adolescentes (11 a 17 anos de ambos os sexos, da rede pública (n=1309 e privada de ensino (n=470. Foram avaliados os fatores familiares: sexo, condição econômica, número de irmãos/televisores e escolaridade dos pais. A razão de prevalência (RP em modelo univariado e multivariado indicou a magnitude das associações analisadas. RESULTADOS: nas escolas particulares, o excesso de peso associou-se com a escolaridade paterna (RP= 0,68 [0,5-0,9] e sexo masculino (RP= 1,38 [1,0-1,8]. Nas escolas públicas, com a escolaridade materna (RP= 1,42 [1,1-1,8], menor número de irmãos (RP= 1,23 [0,9-1,5] e sexo masculino (RP= 1,32 [1,6-1,6]. CONCLUSÕES: o excesso de peso associou-se com diferentes fatores familiares, dependendo da rede de ensino em que foi analisado.OBJECTIVE: to analyze associations between overweight and family risk factors in different school environments. METHODS: a descriptive/analytical cross-sectional study of 1779 adolescents (aged between 11 and 17 years of both sexes in the public (n=1309 and private (n=470 education systems. Family factors evaluated included: sex, economic circumstances, number of siblings, number of televisions and level of schooling of parents. The prevalence ratio (PR in a univariate and multivariate model suggested the scale of the associations under study. RESULTS: in private schools, overweight was associated with the level of schooling of the father (RP= 0.68 [0.5-0.9] and with boys (RP= 1.38 [1.0-1.8]. In public schools it was associated with the level of schooling of the mother (RP= 1.42 [1.1-1.8], having fewer siblings (RP= 1.23 [0.9-1.5] and with boys (RP= 1.32 [1.6-1.6]. CONCLUSIONS: overweight is associated with different family factors depending on the kind of school.

  15. Prevalência de asma e fatores associados: estudo de base populacional em São Paulo, SP, 2008-2009

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Clóvis Arlindo de Sousa

    2012-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar a prevalência de asma em crianças e adolescentes e identificar fatores associados. MÉTODOS: Estudo transversal de base populacional com 1.185 crianças e adolescentes de ambos os sexos de São Paulo, SP, de 2008 a 2009. As informações foram coletadas por meio de entrevistas domiciliares e os participantes foram selecionados a partir de amostragem probabilística, estratificada por sexo e idade, e por conglomerados em dois estágios (setores censitários e domicílios. Foi realizada regressão múltipla de Poisson na análise ajustada entre o desfecho e variáveis sociodemográficas, econômicas, estilo de vida e condições de saúde. RESULTADOS: Dos entrevistados, 9,1% (IC95% 7,0;11,7 referiram asma. Após análise ajustada, identificaram-se os seguintes fatores independentemente associados ao agravo: idade (zero a quatro anos/15 a 19 RP = 3,18 (IC95% 1,20;8,42, idade (cinco a nove anos/15 a 19 RP = 6,37 (IC95% 2,64;15,39, idade (10 a 14 anos/15 a 19 RP = 4,51 (IC95% 1,95;10,40, alergia (sim/não RP = 2,22 (IC95% 1,24;4,00, rinite (sim/não RP = 2,13 (IC95% 1,22;3,73, problemas de saúde nos 15 dias prévios à entrevista (sim/não RP = 1,96 (IC95% 1,23;3,11, número de cômodos no domicílio (1 a 3/4 e mais RP = 1,67 (IC95% 1,05;2,66, e cor da pele (preta e parda/branca RP = 2,00 (IC95% 1,14;3,49. CONCLUSÕES: Os achados do presente estudo apontam a importância da asma associada à presença de rinite e alergia, idade entre cinco e nove anos, cor da pele preta e parda e moradia com menor número de cômodos. Os frequentes problemas de saúde podem ser considerados consequência dessa doença.

  16. Prevalência de comportamento bulímico e fatores associados em universitárias Prevalence of bulimic behavior and associated factors in undergraduate female students

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Monalisa Cenci

    2009-01-01

    Full Text Available CONTEXTO: A bulimia nervosa caracteriza-se por episódios repetidos de compulsões alimentares seguidos de comportamentos compensatórios inadequados. A prevalência entre mulheres adolescentes e adultas jovens é de aproximadamente 1% a 3%. OBJETIVO: Estimar a prevalência de comportamento bulímico e os fatores associados em universitárias ingressantes. MÉTODOS: Foi examinada uma amostra aleatória sistemática (n = 220 de universitárias a respeito da presença de comportamento bulímico, identificado de acordo com a pontuação obtida no teste de investigação bulímica de Edimburgo (BITE. Investigou-se, entre outros aspectos, a satisfação com a imagem corporal e o estado nutricional. Os fatores associados ao comportamento bulímico (BITE > 15 foram analisados a partir de regressão logística múltipla não condicional. RESULTADOS: A taxa de resposta foi igual a 98,7%. A prevalência de sintomas de bulimia nervosa foi de 3,6% (IC 95% 1,1; 6,1 e a de insatisfação com a imagem corporal foi igual a 20% (IC 95% 14,7; 25,3. As universitárias que apresentaram insatisfação com a imagem corporal demonstraram 15,4 vezes a chance de desenvolver comportamento bulímico quando comparadas àquelas satisfeitas com a própria imagem, independentemente das outras variáveis analisadas. CONCLUSÃO: A insatisfação com a imagem corporal revelou-se como o mais importante fator associado com a presença de comportamento bulímico na população estudada.CONTEXT: Bulimia nervosa is characterized by repetitive binge eating episodes followed by inadequate compensatory behaviors. Prevalence in teenager girls and young women is about 1% to 3%. OBJECTIVE: To estimate the prevalence of bulimic behavior and associated factors for first year undergraduate women. METHODS: A systematic random sample (n = 220 was analyzed and the bulimic investigatory test Edinburgh (BITE criteria was used to evaluate bulimia nervosa behaviors. Satisfaction with body image and

  17. Avaliação dos fatores associados à transmissão vertical de HIV-1

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Matheus Costa da Rosa

    2015-12-01

    Full Text Available Resumo Objetivo Comparar a prevalência e os fatores associados à transmissão vertical de HIV-1 entre grávidas tratadas de 1998-2004 e de 2005-2011 em um serviço de referência de cuidado de pacientes com HIV no sul do Brasil. Métodos Estudo descritivo e analítico que usou as bases de dados de laboratórios da Rede Nacional de Laboratórios de CD4 e Carga Viral de DST/Aids do Ministério da Saúde. As grávidas com HIV-1 foram selecionadas em uma pesquisa ativa de informações clínicas e dados obstétricos e neonatais em seus prontuários médicos entre 1998-2011. Resultados Foram analisadas 102 grávidas entre 1998 e 2004 e 251 entre 2005-2011, no total 353 crianças nascidas de grávidas com HIV-1. Observou-se que a transmissão vertical foi de 11,8% entre 1998 e 2004 e de 3,2% entre 2005-2011 (p < 0,001. O maior uso de medicamentos antirretrovirais (p = 0,02, a redução na carga viral (p < 0,001 e o tempo de ruptura de membranas menor do que quatro horas (p < 0,001 foram associados à redução nos fatores de transmissão vertical quando os dois períodos são comparados. Conclusão Observou-se uma redução na taxa de transmissão vertical nos últimos anos. De acordo com as variáveis estudadas, sugere-se que os fatores de risco de transmissão vertical de HIV-1 foram ausência de terapia antirretroviral, alta carga viral das grávidas e tempo de ruptura maior do que quatro horas.

  18. Fatores de risco associados à calcinose na dermatomiosite juvenil Risk factors associated with calcinosis of juvenile dermatomyositis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana M. E. Sallum

    2008-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar fatores de risco associados à calcinose em crianças e adolescentes com dermatomiosite juvenil. MÉTODOS: Prontuários de 54 pacientes com dermatomiosite juvenil foram estudados. Foram avaliados dados demográficos; características clínicas: grau de força muscular (I a V do Medical Research Council, presença de comprometimentos pulmonar (distúrbio ventilatório restritivo com presença ou ausência do anticorpo anti-Jo-1, gastrointestinal (refluxo gastroesofágico e cardíaco (pericardite e/ou miocardite; exames laboratoriais: elevação de enzimas musculares (creatinoquinase, aspartato aminotransferase, alanina aminotransferase e desidrogenase lática e terapias utilizadas: corticoterapia isolada ou associada à cloroquina e/ou imunossupressor. Os pacientes foram divididos em dois grupos de acordo com a presença ou ausência de calcinose e foram avaliados através de análise univariada e multivariada. RESULTADOS: Calcinose foi evidenciada em 23 (43% pacientes, sendo em seis (26% antes do diagnóstico e em 17 (74% após. A análise univariada revelou que comprometimentos cardíaco (p = 0,01 e pulmonar (p = 0,02 e necessidade da utilização de um ou mais imunossupressores (metotrexato, ciclosporina A e/ou pulsoterapia com ciclofosfamida endovenosa no tratamento da dermatomiosite juvenil (p = 0,03 foram associados com uma maior incidência de calcinose. A análise multivariada mostrou que comprometimento cardíaco (OR = 15,56; IC95% 1,59-152,2 e uso de um ou mais imunossupressores (OR = 4,01; IC95% 1,08-14,87 foram as únicas variáveis independentes associadas à presença de calcinose. CONCLUSÕES: O aparecimento da calcinose foi freqüente na dermatomiosite juvenil, habitualmente na evolução da doença. A calcinose foi associada aos casos mais graves, que apresentaram envolvimento cardíaco e necessitaram da utilização de imunossupressores no seu tratamento.OBJECTIVE: To identify risk factors associated with

  19. Uso de drogas psicotrópicas por estudantes: prevalência e fatores sociais associados Use of psychotropics drugs among students: prevalence and associated social factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Meire Soldera

    2004-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Determinar a prevalência do uso pesado de drogas por estudantes de primeiro e segundo graus em uma amostra de escolas públicas e particulares, e identificar fatores demográficos, psicológicos e socioculturais associados. MÉTODOS: Trata-se de um estudo transversal com uma técnica de amostragem do tipo intencional comparando-se escolas públicas de áreas periféricas e centrais e escolas particulares. Foi utilizado um questionário anônimo de autopreenchimento. A amostra foi constituída por 2.287 estudantes de primeiro e segundo graus da cidade de Campinas, SP, no ano de 1998. Considerou-se uso pesado, o uso de drogas em 20 dias ou mais nos 30 dias que antecederam a pesquisa. Para análise estatística, utilizou-se a análise de regressão logística politômica - modelo logito, visando identificar fatores que influenciem este modo de usar drogas. RESULTADOS: O uso pesado de drogas lícitas e ilícitas foi de: álcool (11,9%, tabaco (11,7%, maconha (4,4%, solventes (1,8%, cocaína (1,4%, medicamentos (1,1%, ecstasy (0,7%. O uso pesado foi maior entre os estudantes da escola pública central, do período noturno, que trabalhavam, pertencentes aos níveis socioeconômicos A e B, e cuja educação religiosa na infância foi pouco intensa. CONCLUSÕES: Maior disponibilidade de dinheiro e padrões específicos de socialização foram identificados como fatores associados ao uso pesado de drogas em estudantes.OBJECTIVE: To determine the prevalence of the heavy use of drugs among elementary and high school students in a sample of public and private schools, and to identify associated demographic, psychological, cultural and social factors. METHODS: This report describes a cross-sectional study using an intention-type sampling technique that compared public schools in central and peripheral areas and private schools. An anonymous self-administered questionnaire was applied. The sample consisted of 2,287 elementary and high school

  20. Fatores associados ao uso de serviço de atenção pré-hospitalar por vítimas de acidentes de trânsito Factors associated with pre-hospital care in victims of traffic accidents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberto Marini Ladeira

    2008-02-01

    Full Text Available Em um estudo de corte transversal foram avaliadas as características das vítimas de acidentes de trânsito ocorridos em Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil, com o objetivo de conhecer as características dos acidentes e das vítimas que usaram o serviço de atendimento pré-hospitalar, e investigar se o uso deste serviço está associado a um menor tempo até o atendimento hospitalar. Participaram do estudo todas as 1.564 vítimas de acidente de trânsito atendidas nos três maiores hospitais públicos de referência para emergência na cidade entre 10 de novembro e 14 de dezembro de 2003. As associações foram investigadas utilizando-se razões de prevalência obtidas por regressão de Poisson. Os resultados mostraram que 49,7% das vítimas usaram o serviço de atendimento pré-hospitalar, sendo a utilização menor entre ocupantes de bicicleta e pedestres. A gravidade (AIS = 2 e AIS ³ 3, idade (30-39 anos, 40-49, ³ 50 anos, relato de uso de álcool e tempo de admissão hospitalar This was a cross-sectional study of all victims of traffic accidents in Belo Horizonte, Minas Gerais State, Brazil, admitted to the three largest public hospitals in the city from November 10 to December 14, 2003, to identify characteristics associated with the use of pre-hospital emergency treatment and investigate whether the time between the accident and hospital admission was shorter among these victims. The association between pre-hospital treatment and target variables was assessed by prevalence ratios obtained from Poisson regression. Among 1,564 victims, 778 (49.7% were transported in vehicles with pre-hospital treatment. Pre-hospital treatment was less common for bicyclists and pedestrians. The prevalence ratio was higher among victims with more severe injuries (AIS = 2 and AIS ³ 3, older victims (30-39 years, 40-49 years, ³ 50 years, those who reported alcohol use, and when the time between accident and hospital admission was less than 60 minutes

  1. Fatores na admissão à unidade de terapia intensiva associados à readmissão em pacientes onco-hematológicos graves: estudo retrospectivo de coorte

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cinthia Mendes Rodrigues

    2016-03-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo: Determinar os fatores na admissão associados a readmissões na unidade de terapia intensiva em pacientes onco-hematológicos. Métodos: Estudo retrospectivo de coorte utilizando a base de dados de uma unidade de terapia intensiva de um hospital oncológico terciário. Os participantes foram 1.872 pacientes onco-hematológicos graves admitidos à unidade de terapia intensiva entre janeiro de 2012 e dezembro de 2014, e que sobreviveram e receberam alta da unidade. Utilizamos análises univariada e multivariada para identificar os fatores de risco na admissão associados com readmissões mais tarde à unidade de terapia intensiva. Resultados: Dos 1.872 que sobreviveram e receberam alta da unidade de terapia intensiva, 172 (9,2% pacientes foram readmitidos após terem recebido alta da unidade. Os pacientes readmitidos tinham enfermidade mais grave, quando comparados aos do grupo que não foi readmitido, além de taxa de mortalidade hospitalar mais elevada (32,6% versus 3,7%, respectivamente; p < 0,001. Na análise multivariada, os fatores de risco independentes para readmissão à unidade de terapia intensiva foram: sexo masculino (OR: 1,5; IC95%: 1,07 - 2,12; p = 0,019, cirurgia de emergência como causa da admissão (OR: 2,91; IC95%: 1,53 - 5,54; p = 0,001, maior tempo de permanência no hospital antes da transferência para a unidade de terapia intensiva (OR: 1,02; IC95%: 1,007 - 1,035; p = 0,003 e ventilação mecânica (OR: 2,31; IC95%: 1,57 - 3,40; p < 0,001. Conclusão: Nesta coorte de pacientes onco-hematológicos foram identificados alguns fatores de risco associados à readmissão na unidade de terapia intensiva, a maioria não passível de intervenção. A identificação dos fatores de risco na alta da unidade de terapia intensiva pode ser uma abordagem promissora.

  2. Insatisfação com o peso corporal e fatores associados em adolescentes Body weight dissatisfaction and associated factors among adolescents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giovâni Firpo Del Duca

    2010-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar a ocorrência de insatisfação com peso corporal e os fatores associados em adolescentes. MÉTODOS: Estudo transversal, representativo dos escolares de 15 a 19 anos de escolas públicas de Santa Catarina, no ano de 2002. O desfecho do estudo foi a satisfação com o peso corporal, avaliada pela pergunta: "Você está satisfeito(a com seu peso corporal?". As variáveis avaliadas foram: sexo, idade, renda familiar, local de residência, estado nutricional, tempo semanal assistindo televisão, tabagismo e autopercepção de saúde. Investigaram-se também os seguintes comportamentos alimentares: tomar remédios para emagrecer, provocar vômitos após as refeições e realizar, no mínimo, três refeições/dia. Empregou-se regressão multinomial nas análises bruta e ajustada. RESULTADOS: Dentre os adolescentes avaliados (n=5.028, 16,7% (IC95%: 15,7-17,7 estavam insatisfeitos com seu peso e gostariam de aumentá-lo, e 36,2% (IC95%: 34,9-37,5 gostariam de diminui-lo. Tomar remédios para emagrecer, provocar vômitos após as refeições e não realizar, no mínimo, três refeições/dia foram mais frequentes entre aqueles que gostariam de reduzir o peso. Após análise ajustada, os fatores associados ao desejo de aumentar o peso foram: sexo masculino, idade >17 anos, residir na zona urbana, não ter excesso de peso e autopercepção de saúde negativa. Já os fatores associados ao desejo de diminuir o peso foram: sexo feminino, residir na zona urbana, ter excesso de peso e uma percepção negativa de saúde. CONCLUSÕES: Encontrou-se alta prevalência de insatisfação com o peso, sendo as variáveis sexo, estado nutricional e autopercepção de saúde os fatores mais fortemente associados a tal comportamento.OBJECTIVE: To assess the prevalence of body weight dissatisfaction among adolescents and the associated factors. METHODS: Population-based cross-sectional study covering a sample of students with ages from 15 to 19 years

  3. Avaliação dos fatores associados ao estado nutricional na idade corrigida de termo em recém-nascidos de muito baixo peso Evaluation of the nutritional status at 40 weeks corrected gestational age in a cohort of very low birth weight infants

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nicole M. Gianini

    2005-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a adequação do peso ao termo em uma coorte de recém-nascidos com peso de nascimento menor que 1.500 g e correlacioná-la a variáveis clínicas e nutricionais. MÉTODOS: Estudo longitudinal onde recém-nascidos de muito baixo peso de oito hospitais (divididos em duas categorias: tipo I - aporte nutricional agressivo; tipo II - outras práticas foram acompanhados prospectivamente de novembro de 1999 a abril de 2000. O estado nutricional foi avaliado pelo escore z, sendo considerado como desnutrição o escore z menor ou igual a -2, segundo a curva do Canadian Perinatal Surveillance System. Os dados foram analisados por meio de regressão linear múltipla e regressão logística. Este estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa. RESULTADOS: 63% da população estudada (126/200 foi classificada como desnutrida ao termo. O peso ao termo apresentou correlação negativa com o tempo de internação, com a idade gestacional ao nascimento, com o tempo para a recuperação do peso de nascimento e com o clinical risk index for babies (p OBJECTIVE: To evaluate the nutritional status at term of a cohort of newborn babies with birth weights of less than 1,500 g and to correlate this with nutritional practices and clinical variables. METHODS: Very low birth weight infants admitted to eight neonatal intensive care units from November 1999 to April 2000 were studied prospectively. The units were defined as Type I if they employed aggressive nutritional support techniques and Type II if other nutritional practices were used. Babies' were defined as malnourished if their z-score for weight was less than or equal to -2 on the Canadian Perinatal Surveillance System growth curves. Data was analyzed using multivariate linear regression and logistic regression. The study was approved by the Committee for Ethics in Research. RESULTS: Sixty-three percent (126/200 of the study population were classed as being malnourished at term. Weight

  4. Fatores associados ao ganho ponderal excessivo em gestantes atendidas em um serviço público de pré-natal na cidade de Recife, Pernambuco, Brasil Factors associated with excessive gestational weight gain among patients in prenatal care at a public hospital in Recife, Pernambuco, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Marques Andreto

    2006-11-01

    Full Text Available Este estudo teve como objetivo avaliar a evolução do ganho ponderal excessivo durante o segundo e o terceiro trimestre da gestação e a influência de fatores biológicos, sócio-demográficos, comportamentais, reprodutivos e morbidades associadas a este ganho. Foi realizado um estudo descritivo com dados de 240 gestantes de baixo risco obstétrico coletadas para um ensaio clínico sobre tratamento de anemia no período de maio de 2000 a julho de 2001. O banco de dados original continha 347 registros, porém foram excluídas 107, sendo 42 por idade menor que 18 anos e 65 por falta de registro dos pesos das gestantes nos prontuários até o final do pré-natal. Foi observado elevado percentual de ganho de peso semanal excessivo em todas as categorias de peso inicial, embora, no segundo trimestre, o ganho de peso tenha sido significativamente maior naquelas que já iniciaram a gestação com sobrepeso/obesidade. No terceiro trimestre, as variáveis que apresentaram associação significante com o ganho de peso semanal excessivo foram a escolaridade materna e a situação marital.This study assessed excessive weight gain in the second and third trimesters of pregnancy and the influence of biological, socio-demographic, behavioral, and reproductive factors and co-morbidity. The cross-sectional sample included 240 pregnant women at low risk of obstetric complications, followed from May 2000 to July 2001. There were 347 patient records in the original database, but 107 were excluded because of age (42 patients were younger than 18 years or lack of data on weight (65 women. Excessive weight gain was common in all categories of baseline nutritional status, but was more frequent in the second trimester among women who were already overweight or obese upon entering pregnancy. In the third trimester, variables associated with excessive weekly weight gain were schooling and marital status.

  5. Fatores de risco para mortalidade neonatal, com especial atenção aos fatores assistenciais relacionados com os cuidados durante o período pré-natal, parto e história reprodutiva materna

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Samir B. Kassar

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar fatores de risco para mortalidade neonatal, com especial atenção aos fatores assistenciais relacionados com os cuidados durante o período pré-natal, parto e história reprodutiva materna. MÉTODOS: Trata-se de um estudo caso-controle realizado em Maceió, Nordeste do Brasil. A amostra consistiu de 136 casos e 272 controles selecionados em bancos de dados oficiais brasileiros. Os casos foram todos os recém-nascidos que morreram antes de completar 28 dias de vida, selecionados no Sistema de Informações sobre Mortalidade, e os controles foram os sobreviventes neste período, selecionados no Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos, por sorteio aleatório entre as crianças nascidas na mesma data do caso. Entrevistas domiciliares foram realizadas com as mães. RESULTADOS: A análise de regressão logística identificou como fatores determinantes para a morte no período neonatal mães com história de filhos anteriores que morreram no primeiro ano de vida (OR = 3,08, o internamento durante a gestação (OR = 2,48, o pré-natal inadequado (OR = 2,49, a não realização de ecografia durante o pré-natal (OR = 3,89, a transferência de recém-nascidos para outra unidade após o nascimento (OR = 5,06, os recém-nascidos internados em UTI (OR = 5,00 e o baixo peso ao nascer (OR = 2,57. Entre as condições socioeconômicas, observou-se uma maior chance para mortalidade neonatal em residências com menor número de moradores (OR = 1,73 e com ausência de filhos menores de cinco anos (OR = 10,10. CONCLUSÕES: Vários fatores que se mostraram associados à mortalidade neonatal neste estudo podem ser decorrentes de assistência inadequada ao pré-natal, ao parto e ao recém-nascido, sendo, portanto, passíveis de serem modificados.

  6. Fatores associados à regulação da pressão parcial de oxigênio e da pressão parcial de gás carbônico durante suporte respiratório com oxigenação por membrana extracorpórea: dados de um modelo em suínos

    OpenAIRE

    Marcelo Park; Pedro Vitale Mendes; Eduardo Leite Vieira Costa; Edzangela Vasconcelos Santos Barbosa; Adriana Sayuri Hirota; Luciano Cesar Pontes Azevedo

    2016-01-01

    RESUMO Objetivo: Explorar os fatores associados aos níveis sanguíneos da pressão parcial de oxigênio e da pressão parcial de gás carbônico. Métodos: Os fatores associados com a regulação do oxigênio e de gás carbônico foram investigados em um modelo com porcos em apneia com suporte de oxigenação por membrana extracorpórea venovenosa. Foi testada uma sequência predefinida de fluxos de sangue e gás. Resultados: A oxigenação associou-se principalmente com o fluxo da oxigenação por membrana ex...

  7. Eficiência de diferentes tipos de herbicidas associados ao glyphosate no controle da commelina benghalensis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thiago Barbosa Gonçalves Silva

    2014-02-01

    Full Text Available A trapoeraba (Commelina benghalensis é uma planta daninha resistente a alguns princípios ativos e uma alternativa para o controle é o uso de misturas de mais de um ingrediente ativo, potencializando a ação destes sobre as plantas daninhas. Assim, este trabalho teve por objetivo avaliar o efeito de diferentes herbicidas associados ao Glyphosate e o Glyphosate isoladamente no controle da C. benghalensis em cafeeiros em produção. O experimento foi conduzido no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais, campus Muzambinho, em uma lavoura de café cv. Rubi em produção, em delineamento de blocos casualizados (DBC com cinco tratamentos e quatro repetições, sendo os tratamentos constituídos de Glyphosate (1.440g de i.a., Glyphosate + Metsulfurom Metilico (1.440g + 6g de i.a., Glyphosate + Carfentrazona Etilica (1.440g + 50g de i.a., Glyphosate + Flumioxazina (1.400g + 50g de i.a., todos com 0,5% (% v v de óleo mineral e testemunha, totalizando 20 parcelas. Foi avaliado, através de uma escala de notas, o nível de controle aos 0, 1, 3, 6, 9, 12 e 15 dias após a aplicação (DAA, e os resultados foram transformados em (x+10,5. Os tratamentos Glyphosate + Flumioxazina e Glyfosate + Carfentrazona Etílica foram os que apresentaram os melhores níveis de controle.

  8. Fatores adicionais de risco cardiovascular associados ao excesso de peso em crianças e adolescentes: o estudo do coração de Belo Horizonte Additional cardiovascular risk factors associated with excess weigth in children and adolescents: the Belo Horizonte heart study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Robespierre Q. C. Ribeiro

    2006-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Examinar a associação de sobrepeso e obesidade com perfis de atividade física, pressão arterial (PA e lípides séricos. MÉTODOS: Inquérito epidemiológico com 1.450 estudantes - seis a dezoito anos, em Belo Horizonte-MG. Dados: peso, altura, PA, espessura de pregas cutâneas, circunferência das cinturas, atividade física, colesterol total (CT, LDL-c, HDL-c, e hábitos alimentares. RESULTADOS:Prevalências de sobrepeso e obesidade foram 8,4% e 3,1%. Em relação aos estudantes situados no quartil inferior (Q1 da distribuição da prega subescapular, os estudantes do quartil superior (Q4 apresentaram um risco (odds ratio 3,7 vezes maior de ter um CT aumentado. Os estudantes com sobrepeso e obesos tiveram 3,6 vezes mais risco de apresentar PA sistólica aumentada, e 2,7 vezes para PA diastólica aumentada, em relação aos estudantes com peso normal. Os estudantes menos ativos, no Q1 da distribuição de MET, apresentaram 3,8 vezes mais riscos de terem CT aumentado comparados com os mais ativos (Q4. CONCLUSÃO: Estudantes com sobrepeso ou obesos ou nos quartis superiores para outras variáveis de adiposidade, assim como os estudantes com baixos níveis de atividade física ou sedentários apresentaram níveis mais elevados de PA e perfil lipídico de risco aumentado para o desenvolvimento de aterosclerose.OBJECTIVE: To examine the association of overweight and obesity with physical activity, blood pressure (BP and serum lipid profiles. METHODS: Epidemiologic investigation of 1,450 students, between the ages of 6 and 18, in the city of Belo Horizonte, MG. Data: weight, height, BP, skinfold thickness, waist circumference, physical activity, total cholesterol (TC, LDL-c, HDL-c, and dietary habits. RESULTS: The prevalence rates for overweight and obesity were 8.4% and 3.1%, respectively. In relation to the students in the lower quartile (Q1 of the distribution of subscapular skinfold, the students in the upper quartile (Q4 presented

  9. Fatores associados ao desempenho escolar em Português: um estudo multinível por regiões Factores relacionados con el rendimiento escolar en Lengua Portuguesa: un estudio multinivel por regiones Factors associated with school performance in Portuguese Language: a multilevel study by geographic regions

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jacob Arie Laros

    2012-12-01

    Full Text Available No presente estudo objetivou-se identificar quais características de alunos e escolas são associadas ao desempenho em Português, bem como verificar se existem diferenças entre as regiões geográficas brasileiras. Foram analisados os dados de 33.962 alunos da 3ª série do Ensino Médio, distribuídos em 1.661 escolas brasileiras pesquisadas no SAEB/2001. Entre as variáveis de controle, a maior contribuição para o modelo final foi da variável nível socioeconômico da escola. Pelo menos 41% da variância do nível da escola e 14% da variância do nível do aluno foram explicados no modelo multinível final. Concluí-se que a desigualdade entre regiões do Brasil em relação ao desempenho médio das escolas em Língua Portuguesa, é fortemente relacionada com o nível socioeconômico dos alunos e das escolas.El presente estudio tiene por objeto identificar qué características de los alumnos y de las escuelas se asocian al rendimiento en Lengua Portuguesa, y verificar si existen diferencias entre las regiones geográficas brasileñas. Para tal efecto se analizaron los datos de 33.962 alumnos del 3º año de la enseñanza secundaria, distribuidos en 1.661 escuelas brasileñas analizadas en la evaluación de 2001 hecha por el SAEB (Sistema de Evaluación de la Educación Básica. Entre las variables de control, la mayor contribución para el modelo final fue la variable nivel socioeconómico de la escuela. Por lo menos el 41% de la varianza del nivel de la escuela y el 14% de la varianza del nivel de alumno se explicaron en el modelo multinivel final. Así se concluye que la desigualdad entre las regiones de Brasil, referente al rendimiento medio de las escuelas en Lengua Portuguesa, se relaciona bastante con el nivel socioeconómico de los alumnos y de las escuelas.The purpose of the present study was to identify which characteristics of students and schools affect proficiency in Portuguese Language, as well as to verify the existence of

  10. Ocorrência de dor lombar e fatores associados em crianças e adolescentes de uma escola privada do sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Torres de Lemos

    2013-11-01

    Full Text Available Estudos têm demonstrado que indivíduos que apresentam dor lombar na infância e adolescência são acometidos também na vida adulta, reforçando a importância de que as causas sejam investigadas desde a idade escolar. Avaliou-se a ocorrência de dor lombar e fatores associados em 770 escolares de 7 a 17 anos de idade de uma escola privada de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil. A dor lombar foi definida como dor ou desconforto na região lombar no último mês e avaliada por meio de questionário. A ocorrência de dor lombar foi de 31,6%, sendo mais prevalente no sexo feminino (41,9% do que no masculino (21,4%. Os fatores associados à dor lombar foram sexo feminino, idade de 9 a 17 anos e os aspectos psicossociais hiperatividade (categorias limítrofe e anormal e sintomas emocionais (categoria anormal. O mapeamento da ocorrência de dor lombar, bem como a investigação de seus fatores associados é de fundamental importância para a identificação de crianças e adolescentes em risco e para o desenvolvimento de programas eficazes de prevenção primária.

  11. Características hematológicas e fator de condição relativo (Kn associados ao parasitismo em Schizodon borellii (Osteichthyes, Anostomidae e Prochilodus lineatus (Osteichthyes, Prochilodontidae do ri Hematological characteristics and relative condition factor (Kn associated with parasitism in Schizodon borellii (Osteichthyes, Anostomidae and Prochilodus lineatus (Osteichthyes, Prochilodontidae from Paraná River, Porto Rico region

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Massato Takemoto

    2000-05-01

    observadas baixa porcentagem de linfócitos e altas porcentagens de neutrófilos e monócitos. Através do fator de condição relativo (Kn verificou-se que os parasitos não afetam de modo significativo a condição dos hospedeiros.Forty-two adult specimens of “piava”, Schizodon borellii (Boulenger, 1900, and 42 adult specimens of “curimbatá”, Prochilodus lineatus (Valenciennes, 1836, were captured in the floodplain of the upper Paraná River, PR, Brazil, in February 1994 and in March 1995. The aim of the present research was to verify changes caused by parasitism in the blood profile of the above species. The number of erythrocytes (Er, hematocrit (Ht, hemoglobin rate (Hb, percentage of leukocytes were determined and absolute hematimetric indexes, mean corpuscular volume, mean corpuscular hemoglobin and mean corpuscular hemoglobin concentration were calculated. Parasites collected from gills and intestines were processed by routine methods. Nine specimens of S. borellii were infested with Dactylogyridae in the gills showing mean infestation intensity (MII of 278.3 (1 to 1740 and 16 were infested with Cucullanus pinnai (Nematoda: Cucullanidae in the intestine (MII = 3.3; 1 to 9. Six other fish were infested with Dactylogyridae (MII = 121.5; 2 to 360 and with C. pinnai (MII = 2.0; 1 to 4. No parasite infestation occurred in eleven fish. With regard to this species, no significant change in leukocytes differential counts or in the red series for parasitized fish was found. Individuals with Dactylogyridae were the only ones with special granulocytic cell and without eosinophils. Ten P. lineatus showed Dactylogyridae in the gills with MII = 86.9 (1 to 239, six were infested with Ergasilidae (MII = 27.5; 1 to 81, just one presented Neoechinorhynchus curemai (Acantocephala: Neoechinorhynchidae in the intestine, and 25 were not parasitized. Dactylogyridae infestation in gills of this species caused only a decrease in hemoglobin rate. Significant differences occurred in Hb

  12. Factores asociados con el índice de masa corporal materno en un grupo de gestantes adolescentes, Medellín, Colombia Fatores associados ao índice de massa corporal materno em um grupo de gestantes adolescentes, Medellín, Colômbia Factors associated with maternal body mass index in a group of pregnant teenagers, Medellin, Colombia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sandra Lucía Restrepo-Mesa

    2013-05-01

    Full Text Available El estudio tuvo como objetivo evaluar la influencia de factores socioeconómicos, de seguridad alimentaria, de salud, y algunas medidas antropométricas, en la clasificación del índice de masa corporal (IMC en un grupo de gestantes adolescentes de la ciudad de Medellín, Colombia, durante el tercer trimestre de gestación. Se realizó un estudio analítico observacional transversal con 294 gestantes. Para el análisis se utilizó un análisis bivariado y un modelo de regresión logística. La mayor probabilidad de presentar bajo peso gestacional la tuvieron aquellas gestantes cuyas familias devengaban menos de un salario mínimo (OR = 5,8; IC95%: 1,97-16,8. Ser menor de 15 años aumentó cuatro veces la probabilidad bajo peso gestacional y tener un perímetro del brazo y de pantorrilla por encima de 24cm y 32cm, respectivamente, reduce la probabilidad de presentar bajo peso gestacional en un 94% (perímetro de brazo: OR = 0,1; IC95%: 0,0-0,2; (perímetro de pantorrilla: OR = 0,1; IC95%: 0,0-0,2. Se concluye que los ingresos y la edad cronológica se asociaron con el bajo peso gestacional. Los perímetros de brazo y pantorrilla se correlacionaron de forma positiva con el peso materno.O estudo teve como objetivo avaliar a influência de fatores socioeconômicos, de segurança alimentar, de saúde, e algumas medidas antropométricas, na classificação do índice de massa corporal (IMC em um grupo de gestantes adolescentes da Cidade de Medellín, Colômbia, durante o terceiro trimestre de gestação. Realizou-se estudo analítico observacional transversal com 294 gestantes. Utilizou-se análise bivariada e um modelo de regressão logística. As gestantes cujas famílias ganhavam menos de 1 salário mínimo (OR = 5,8; IC95%: 1,9-16,8 tiveram maior probabilidade de apresentar baixo peso gestacional. Ser menor de 15 anos aumentou quatro vezes a probabilidade de baixo peso gestacional, e ter um perímetro do braço e da panturrilha maior que 24cm e

  13. Prevalência de não adesão à farmacoterapia anti-hipertensiva e fatores associados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mayckel da Silva Barreto

    2015-02-01

    Full Text Available Objetivo: verificar a prevalência da não adesão ao tratamento medicamentoso anti-hipertensivo e sua associação com fatores biosócio-econômicos e assistenciais. Método: pesquisa descritiva de corte transversal, realizada com 422 indivíduos hipertensos. As informações foram coletadas, por meio de entrevistas domiciliares realizadas entre dezembro de 2011 e março de 2012. Resultados: os resultados demonstraram que os entrevistados eram, em sua maioria, do sexo feminino, casados, idosos, com baixa renda familiar e pouco tempo de diagnóstico. Foram considerados não aderentes ao tratamento medicamentoso 42.65% dos participantes. Os hipertensos não brancos, com menos de oito anos de estudo, que não frequentavam as consultas médicas; utilizavam mais de duas medicações anti-hipertensivas e que não possuíam plano de saúde apresentaram maiores chances de não aderirem à farmacoterapia. Conclusão: esses achados reforçam que hipertensos com características socioeconômicas desfavoráveis e dificuldade de acesso ao serviço necessitam de intervenções diferenciadas, a fim de estimulá-los a aderirem ao tratamento medicamentoso.

  14. Fall-related factors among less and more active older outpatients Fatores associados a quedas em pacientes idosos ambulatoriais menos ativos e mais ativos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Monica R. Perracini

    2012-04-01

    Full Text Available BACKGROUND: Fall-related factors in older adults with different levels of physical activity, within a multidimensional approach, have not been widely investigated. OBJECTIVE: To explore fall-related factors among older adults with different physical activity levels. METHODS: A cross-sectional, exploratory study with 118 older adult outpatients. Participants who reported at least one fall in the previous 12 months were considered fallers. The activity level was assessed through the Human Activity Profile. A cutoff of 54 points was used to define the less active group and the more active group. A multidimensional questionnaire and a set of physical functioning tests were applied. RESULTS: Fall prevalence was lower among the more active older adults (47.4% when compared with the less active older adults (71.4% (pCONTEXTUALIZAÇÃO: Fatores relacionados a quedas em idosos com diferentes níveis de atividade física, por meio de uma abordagem multidimensional, não têm sido amplamente investigados. OBJETIVO: Explorar os fatores relacionados a quedas em idosos com diferentes níveis de atividade física. MÉTODOS: Estudo transversal exploratório com 118 pacientes idosos ambulatoriais. Participantes que relataram ao menos uma queda nos últimos 12 meses foram considerados caidores. O nível de atividade física foi avaliado por meio do Perfil de Atividade Humana (PAH. O ponto de corte de 54 pontos foi usado para definir o grupo menos ativo e o grupo mais ativo. Um questionário multidimensional e uma bateria de testes físico-funcionais foram utilizados. RESULTADOS: A prevalência de quedas foi menor no grupo de idosos mais ativos (47,4% quando comparada à dos idosos menos ativos (71,4% (p<0,013. A análise de regressão logística multivariada identificou que, no grupo mais ativo, ter caído estava associado a sintomas depressivos (OR=0,747, IC95%=0,575-0,970; p=0,029, preocupação em cair (OR=1,17, IC95%=1,072-1,290; p=0,001 e velocidade de

  15. Prevalência e fatores associados à sintomatologia depressiva em idosos residentes no Nordeste do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Álvaro Campos Cavalcanti Maciel

    2006-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a influência de fatores sociodemográficos, de saúde física, capacidade funcional e função cognitiva sobre a sintomatologia depressiva de idosos do município de Santa Cruz, no Rio Grande do Norte. MÉTODOS: Estudo com delineamento transversal de base populacional, incluindo 310 idosos, acima de 60 anos, residentes na zona urbana da cidade, nos quais se aplicou a Escala de Depressão Geriátrica (GDS-15.Aanálise estatística foi realizada com nível de significância p = 0,05, com cálculo da respectiva odds ratio (OR na regressão logística binária. RESULTADOS: Encontrou-se uma prevalência de 25,5% de sujeitos considerados casos de depressão, nos quais, a partir de análise multivariada, verificou-se associação significativa com idade acima de 75 anos (p = 0,046, analfabetismo (p = 0,037, má percepção de saúde (p < 0,001 e dependência para atividades instrumentais da vida diária (AIVD (p = 0,001. CONCLUSÕES: As variáveis idade acima de 75 anos, analfabetismo, má percepção de saúde e dependência para AIVD estiveram associadas de forma independente à presença de sintomatologia depressiva nos idosos da nossa população. Os autores discutem que a identificação de fatores que influenciam o surgimento de sintomas depressivos em idosos constitui passo fundamental para o planejamento das ações que visem reduzir os efeitos dessa enfermidade na qualidade de vida dessas pessoas.

  16. Marco regulatórios sobre o acesso ao patrimônio genético e ao conhecimento tradicional associado no Brasil

    OpenAIRE

    2015-01-01

    O objetivo geral deste trabalho foi elaborar um manual sobre o acesso ao Patrimônio Genético (PG) e ao Conhecimento Tradicional Associado (CTA), tendo como base a legislação brasileira vigente, com o intuito de disseminar estas informações para pesquisadores, docentes, gestores e toda a comunidade acadêmica, em especial, da Universidade Federal do Triângulo Mineiro – UFTM, a ser divulgado no site do Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT) da Universidade. O trabalho possui uma temática inter e m...

  17. Prevalência e fatores associados à depressão entre idosos institucionalizados: subsídio ao cuidado de enfermagem Prevalencia y factores asociados a la depresión en ancianos institucionalizados: soporte a la atención de enfermería Prevalence and factors associated with depression among institutionalized elderly individuals: nursing care support

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elisa Roesler e Silva

    2012-12-01

    Full Text Available Este estudo teve como objetivo a verificação de depressão entre idosos institucionalizados. Empregou-se o método transversal utilizando-se a Escala de Depressão Geriátrica de Yesavage em cinco instituições de longa permanência do Distrito Federal para verificar sintomas de depressão. Foram estudados ao todo 299 indivíduos. Destes, 181 não atenderam os critérios de inclusão e 16 se recusaram a participar do estudo. Dos 102 idosos com condições de participar do estudo, 49,0% apresentavam depressão. Destes, 36,3% com depressão leve a moderada e 12,7% com depressão severa. Verificou-se associações entre sintomas de depressão e aumento da idade, sexo feminino, limitação/dependência e insatisfação com a instituição. Houve ainda associação significativa entre depressão e insônia, taquicardia, parestesia, tontura e suor excessivo. A depressão é altamente prevalente entre idosos institucionalizados, é mais comum entre as mulheres, e relaciona-se a uma série de sinais e sintomas que podem auxiliar em um diagnóstico precoce, subsidiando uma assistência de enfermagem mais efetiva.Se objetivó verificar la depresión en ancianos institucionalizados. Se empleó el método transversal, utilizando la Escala de Depresión Geriátrica de Yesavage en cinco hogares geriátricos del Distrito Federal, para verificar sintomatología depresiva. Fueron estudiados en total 299 individuos, 181 no atendieron los criterios de inclusión y 16 recusaron su participación. De los 102 ancianos participantes del estudio, 49,0% presentaba depresión: 36,3% de leve a moderada, 12,7% depresión severa. Se verificaron asociaciones entre síntomas depresivos y aumento etario, sexo femenino, limitación/dependencia e insatisfacción con la institución. Existió inclusive asociación significativa entre depresión e insomnio, taquicardia, parestesia, mareos y sudoración excesiva. La depresión es altamente prevalente entre ancianos

  18. Consumo de frutas, legumes e verduras na Região Centro-Oeste do Brasil: prevalência e fatores associados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thaís Fernanda Damiani

    Full Text Available Resumo Estudo transversal, baseado em dados do sistema de monitoramento por inquérito telefônico – VIGITEL, com o objetivo de estimar a prevalência e os fatores associados ao consumo recomendado de frutas, legumes e verduras (FLV em 6696 indivíduos com idade ≥ 18 anos, de ambos os sexos, residentes na Região Centro-Oeste do Brasil, em 2012. O consumo recomendado foi a variável dependente e variáveis sociodemográficas, comportamentais e relacionadas à saúde foram as independentes. A prevalência do consumo recomendado de FLV foi de 26,3%, sendo maior entre as mulheres (RPaj = 1,44; IC95% = 1,29–1,62. A regressão de Poisson entre o desfecho e as variáveis independentes mostrou maior prevalência do consumo recomendado entre as mulheres residentes no Distrito Federal, casadas e que consideravam seu estado de saúde como bom/muito bom. Em ambos os sexos, observou-se associação direta do desfecho com a escolaridade, idade e prática de atividade física e associação inversa com o consumo de alimentos não saudáveis. Devido à baixa prevalência do consumo recomendado de FLV na população da Região Centro-Oeste do Brasil no ano de 2012, propõe-se que as estratégias de intervenção para melhorar o consumo desses alimentos sejam feitas de forma globalizada.

  19. Fatores associados à adesão a um programa de tratamento de alcoolistas Factors associated with adherence in a alcoholic program

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mário Sérgio Ribeiro

    2008-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: A medida da adesão tem sido considerada alternativa objetiva e versátil para avaliação do resultado do tratamento de alcoolistas. Este estudo avaliou fatores associados à adesão de alcoolistas atendidos em um programa ambulatorial. MÉTODO: Foram estudados 300 alcoolistas que concluíram a fase de avaliação do programa e avaliada a associação da adesão dos pacientes ao tratamento a todas as mais de mil variáveis do banco de dados do programa, utilizando o teste qui-quadrado de Pearson (p OBJECTIVE: The evaluation of adherence to treatment has been considered an objective and versatile alternative to alcoholism treatment result assessment. The purpose of this study is to identify factors associated with adherence to an outpatient alcoholism treatment program. METHOD: This study included 300 alcoholic patients that concluded the program assessment stage. Crosstabs were performed to verify the association of adherence to treatment on all other (more than 1,000 variables in the data bank. Statistical significance was given by Pearson's Qui-square test (p < 0.1. RESULTS: Among variables with a positive association to adherence were: to have children and stable matrimonial relationship; affirm psychological problems; lately noticed forgetfulness and weakness; felt irritability when drunk, consuming it alone; present a psychiatric comorbidity; had already looked for alcoholism treatment, got help from AA, psychiatric treatment and made use of antidepressants; etc. Negative associations were: reduced consumption due to family influence; felt self-sufficiency, expansive and unsatisfied while sober; self-sufficient or resigned when under alcohol; first consumptions above group's average age; involved in physical aggression with friends; etc. CONCLUSIONS: These findings suggest the need of developing particular therapeutic strategies to address specific groups of patients and also contribute to the simplification of alcoholism

  20. Fatores associados à não realização de exame citopatológico de colo uterino no extremo Sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juraci A. Cesar

    Full Text Available A identificação precoce do câncer de colo uterino aumenta substancialmente a sua probabilidade de cura. Este estudo mediu a prevalência e identificou alguns fatores associados à não realização de exame citopatológico de colo uterino entre mulheres em idade fértil, no Município de Rio Grande, Rio Grande do Sul, Brasil. Utilizou-se delineamento transversal, de base populacional com amostragem sistemática por conglomerados. Aplicou-se questionário individual, padronizado mediante visita domiciliar, por entrevistadores previamente treinados. Os dados foram analisados por regressão logística obedecendo a modelo hierárquico previamente determinado. Dentre as 1.302 mulheres entrevistadas, 57% nunca se submeteram ao exame citopatológico para detecção de câncer uterino. Mulheres de cor parda ou preta, de menor idade, renda familiar e escolaridade, que estavam vivendo sem companheiros e que tiveram o primeiro parto com 25 anos ou mais de idade foram as que apresentaram as maiores razões de prevalências para a não realização deste tipo de exame. A cobertura para detecção precoce de câncer de colo uterino por meio de exame citopatológico foi muito baixa em Rio Grande. Além disso, mulheres com maior probabilidade de ter esta doença foram as que apresentaram maiores razões de prevalências à sua não realização.

  1. Magnitude, tendência temporal e fatores associados à anemia em crianças do Estado da Paraíba

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sheila Sherezaide Rocha Gondim

    2012-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar a prevalência da anemia em crianças, sua tendência temporal e identificar fatores associados. MÉTODOS: Estudo de corte transversal, de base populacional, envolvendo 1.108 crianças, com idade entre seis e 59 meses, de ambos os sexos, do Estado da Paraíba, em 2007. A hemoglobina foi analisada em sangue venoso com contador automático. Foram considerados para anemia valores < 11,0 g/dL, forma leve 9-11g/dL, moderada 7-9 g/dL e grave < 7,0 g/dL. As condições socioeconômicas e demográficas das crianças foram obtidas por meio de questionário aos pais ou responsáveis. As proporções foram comparadas pelo teste do qui-quadrado de Pearson, e a associação entre as concentrações de hemoglobina e potenciais fatores de riscos foi testada pelo modelo de regressão de Poisson. A tendência temporal da anemia foi avaliada pelo incremento/redução na prevalência de anemia nos anos de 1982, 1992 e 2007. RESULTADOS: A prevalência de anemia foi de 36,5% (IC95% 33,7;39,3. Observa-se que 1,3% (IC95% 0,7;1,8 foi na forma grave, 11,1% (IC95% 9,4;13,5 na forma moderada e 87,6% (IC95% 79,1;91,2 na forma leve. Houve um incremento de 88,5% nos casos de anemia no período entre 1982 e1992 e uma estabilização na prevalência entre 1992 e 2007. A análise ajustada no modelo de Poisson mostrou maior suscetibilidade à anemia nas crianças de seis a 24 meses de idade, naquelas amamentadas por seis meses ou mais, que co-habitavam com mais de quatro pessoas no mesmo domicílio e moravam em casas com menos de cinco cômodos. CONCLUSÕES: A alta prevalência de anemia mostra que continua sendo um importante problema de saúde pública no Estado da Paraíba. Apesar da estabilização na prevalência entre 1992 e 2007, a anemia apresenta-se em elevado patamar, o que impõe medidas mais efetivas de prevenção e controle.

  2. Fatores de risco associados à saúde dos dentistas – uma abordagem epidemiológica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Klaus Loges

    2005-07-01

    Full Text Available A odontologia é uma profissão que impõe ao seu praticante uma série de fatores capazes de alterar as condições de trabalho do ponto de vista sócio-psico-fisiológico e organizacional. Este estudo tem como objetivo contribuir para o entendimento das questões relacionadas ao trabalho dos cirurgiões-dentistas e suas repercussões sobre sua vida laboral. A metodologia empregada foi baseada em entrevistas dirigidas, nas quais foram aplicados um questionário e um exame físico-funcional em cem dentistas (51 mulheres e 49 homens. Os achados indicaram que tanto homens como mulheres  dentistas apresentaram problemas de origem músculo-esquelética relacionados ao trabalho  em sedestração. Além disso, apesar de diferenças no método de coleta dos dados, os resultados deste estudo são compatíveis com a literatura internacional, onde os dentistas homens referem menos dores e desconforto do que as mulheres.

  3. Fatores associados a atencao domiciliaria: subsidios a gestao do cuidado no ambito do SUS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Raquel Gomes Maia Pires

    2013-06-01

    Full Text Available A identificação de variáveis associadas ao tipo de atenção domiciliária (AD dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS contribui para a gestão do cuidado na Rede de Atenção à Saúde (RAS. Objetiva-se identificar variáveis associadas ao tipo de AD dos usuários em Unidades Básicas de Saúde (UBS selecionadas de Belo Horizonte. Estudo transversal em duas UBS com todos os usuários (n=114 em AD da área de abrangência. Utilizou-se a análise de regressão logística múltipla para seleção (stepwise de variáveis significativas. Obteve-se maior comprometimento clínico dos usuários (OR=27,47, estado emocional triste (OR=24,36, risco para úlcera por pressão pela escala de Braden (OR=7,6 e a semidependência para as AVD pelo índice de Katz (OR=63,8 como fortemente associadas ao tipo de AD (p < 0,05. As variáveis fundadas no contexto social, familiar e clínico dos sujeitos subsidiam a abordagem integral e a tomada de decisão da equipe de saúde.

  4. Fatores de risco associados ao desmame em crianças até seis meses de idade no município de São Paulo Factores de riesgo asociados al destete en niños hasta seis meses de edad en el municipio de São Paulo Risk factors associated to weaning from breastfeeding until six months of age in São Paulo city

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cléa Rodrigues Leone

    2012-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar os fatores de risco associados à ausência de aleitamento materno exclusivo (AME em crianças OBJETIVO: Evaluar los factores de riesgo asociados a la ausencia de lactancia materna exclusiva (LME en niños con OBJECTIVE: To evaluate risk factors associated to interruption of exclusive breastfeeding among children <6 months of age in São Paulo city in 2008. METHODS: A special questionnaire (Breastfeeding and Cities Project-1998 was applied to the parents/guardians of children <6 months of age during the National Poliomyelitis Campaign. Sample calculation used a two stage cluster sampling procedure. The following groups were compared: I (children exclusively breastfed; II (children without exclusive breastfeeding. Factors analyzed: mother's age and schooling, infant birth weight, gender, type of delivery, being born in a Baby-Friendly Hospital, presence of early breastfeeding, use of pacifier in the last 24 hours, and mother working outside home. Statistical analysis included binary logistic regression by SPSS 15.0, being significant p<0.05. RESULTS: 724 interviews were performed with 275 (39.1% children in Group I and 429 (60.9% in Group II. Differences between groups were found on: use of pacifier in the last 24 hours (GI 32.3 vs. GII59.8%; p<0.0001, mothers working outside home (GI 12.4 vs. GII 24.8%; p=0.0002 and child's age(GI 74.1±45.3 vs. GII105.8±49.5 days; p<0.0001. Multivariate analysis showed significant association of non-exclusive breastfeeding in this sample with use of pacifier in the last 24 hours (OR 3.02; 95%CI 2.10-4.36; mother working outside home (OR 2.11; 95%CI 1.24-3.57, and child's age (OR 1.01, 95%CI 1.01-1.02. CONCLUSIONS: In this population under six months of age, the use of pacifier in the last 24 hours was associated with not being exclusively breastfed, as well as mother work outside home and child's age. These are important factors to consider in breastfeeding promotion programs.

  5. Fatores associados a quedas em mulheres idosas residentes na comunidade Factors related to falls of elderly women residents in a community

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Gai

    2010-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar quais os fatores associados à presença de queda em um grupo de mulheres idosas independentes e autônomas. MÉTODOS: Foi realizado um estudo descritivo com 83 mulheres idosas participantes do Projeto para a Promoção da Saúde dos Idosos da Universidade Católica de Brasília - UCB. As pacientes responderam a questões sobre sua idade, fatores sociodemográficos, presença de tontura, medicamentos de uso contínuo, autopercepção da saúde e da visão e foram submetidas à Escala de Depressão Geriátrica Abreviada de Yesavage, ao Teste do Alcance Funcional e à Escala de Equilíbrio e Marcha de Tinetti. RESULTADOS: Não se encontrou relação estatisticamente significativa entre idade, fatores sociodemográficos, tontura, medicação psicotrópica, má autopercepção da saúde e da visão e presença de depressão com o fenômeno queda. Entretanto, houve relação de significância estatística para o Teste do Alcance Funcional e a Escala de Equilíbrio e Marcha de Tinetti. CONCLUSÃO: A condição de equilíbrio corporal apresentada pelas mulheres idosas foi o fator que teve associação com a ocorrência de quedas. O Teste do Alcance Funcional e a Escala de Tinetti foram consideradas eficientes na predição do risco de cair, o que sugere que podem ser utilizados tanto para avaliação quanto para identificação de melhora do equilíbrio corporal após o treinamento.OBJECTIVE: Verify the factors related to falls of a group of independent and autonomous elderly women. METHODS: A descriptive study was conducted with 83 elderly women that participate in the Elderly Health Promotion Project of the Universidade Católica de Brasília. They replied to questions related to their age, social demographic factors, dizziness, use of continuous medication, self-perception of health and vision and were submitted to the Yesavage Geriatric Depression Scale, Functional Reach Test and Tinetti Performance-Oriented Mobility Assessment

  6. Biological and environmental factors associated with risk of schistosomiasis mansoni transmission in Porto de Galinhas, Pernambuco State, Brazil Factores biológicos y ambientales asociados al riesgo de transmisión de la esquistosomiasis mansoni en la localidad de Porto de Galinhas, Pernambuco, Brasil Fatores biológicos e ambientais associados ao risco de transmissão da esquistossomose mansoni na localidade de Porto de Galinhas, Pernambuco, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Onicio Batista Leal Neto

    2013-02-01

    correlación positiva con la densidad y tasa de infección de los moluscos. El estudio enfatiza los factores involucrados en el mantenimiento de los criaderos de la esquistosomiasis, vista la persistencia de esta enfermedad en la localidad de Porto de Galinhas hace más de 10 años.A esquistossomose se expande para o litoral de Pernambuco, Brasil, onde têm sido frequente os registros de caramujos Biomphalaria glabrata e de casos humanos da doença. Este estudo apresenta fatores relacionados ao risco de transmissão da esquistossomose na localidade de Porto de Galinhas. Durante um ano, foi conduzido um inquérito malacológico para identificar fatores biológicos, abióticos e ambientais relacionados aos criadouros dos moluscos hospedeiros. Para análise dos dados, foram utilizados os softwares Excel 2010, GTM Pro e ArcGis 10. Foram coletados 11.012 caramujos B. glabrata nos 36 criadouros identificados, sendo diagnosticados 11 focos de transmissão da esquistossomose. Foi verificada correlação negativa entre a temperatura dos criadouros, densidade e taxa de infecção dos caramujos e correlação positiva para pH e salinidade. O período de chuva apresentou correlação positiva com a densidade e taxa de infecção dos moluscos. O estudo enfatiza os fatores envolvidos na manutenção dos criadouros da esquistossomose visto à persistência dessa doença na localidade de Porto de Galinhas há mais de 10 anos.

  7. Fatores associados ao abandono do tratamento da tuberculose: uma revisão integrativa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Narda Estela Calsin Chirinos

    2011-01-01

    Full Text Available Revisión bibliográfica integradora con el fin de demostrar los conceptos y factores asociados con el abandono del tratamiento antituberculoso en publicaciones científicas, de 2000 a 2009. La recolección de los datos se llevo a cabo en el portal de la Biblioteca Virtual en Salud/LILACS y SciELO, según los siguientes descriptores: pacientes que abandonan el tratamiento, rechazo del paciente al tratamiento, cooperación del paciente y adherencia a la medicación, cruzándolos con el descriptor: tuberculosis. La búsqueda condujo a 219 artículos, que al considera criterios de inclusión y exclusión resultó en nueve artículos. Se encontraron las siguientes categorías: conceptualizar el abandono del tratamiento antituberculoso y factores asociados con el abandono del tratamiento antituberculoso. Se consideró como abandono del tratamiento antituberculoso dejar de tomar los medicamentos durante treinta días o más. Los factores relevantes asociados son: sociodemográficos, enfermedades asociadas y atención de la salud. El equipo de enfermería/salud necesita centrarse en enfoques de cuidado más interactivos y humanos para aumentar la adherencia del paciente al tratamiento.

  8. Fatores associados ao abandono do tratamento da tuberculose: uma revisão integrativa

    OpenAIRE

    Narda Estela Calsin Chirinos; Betina Hörner Schlindwein Meirelles

    2011-01-01

    Revisión bibliográfica integradora con el fin de demostrar los conceptos y factores asociados con el abandono del tratamiento antituberculoso en publicaciones científicas, de 2000 a 2009. La recolección de los datos se llevo a cabo en el portal de la Biblioteca Virtual en Salud/LILACS y SciELO, según los siguientes descriptores: pacientes que abandonan el tratamiento, rechazo del paciente al tratamiento, cooperación del paciente y adherencia a la medicación, cruzándolos con el descriptor: tub...

  9. Prevalência e fatores associados ao início de desmame precoce

    OpenAIRE

    2006-01-01

    Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Odontologia. Verificou-se a prevalência de aleitamento materno (AM), de aleitamento materno predominante (AMP) e aleitamento materno exclusivo (AME) até 6 meses, e do início de desmame precoce (AME < 6 meses). Investigaram-se os determinantes para o início do desmame precoce e os motivos das mães para o não AM, o planejamento de não amamentar e para a introdução de ali...

  10. Fatores ocupacionais associados aos componentes da síndrome de Burnout em trabalhadores de enfermagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Meneghini

    2011-01-01

    Full Text Available El objetivo es el de identificar los factores ocupacionales que están asociados con los tres componentes del Síndrome de Burnout en los enfermeros que trabajan en la atención hospitalaria. Se trata de un estudio transversal realizado en un hospital en la Sierra Gaucha. La muestra fue de 164 trabajadores del equipo de enfermería. Para el análisis de los datos se utilizó la estadística analítica. Los resultados señalan que los tres componentes del Síndrome de Burnout presentaron asociación estadística significativa (p<0,05 con las siguientes características ocupacionales: sobrecarga de trabajo, falta de motivación para trabajar, conflicto entre los valores personales y los institucionales, falta de recompensas y dificultad para conciliar su trabajo en dos instituciones diferentes. Se concluye que el mantenimiento de condiciones adversas en el trabajo genera estrés, obligando a los trabajadores a desarrollar mecanismos de adaptación, que a veces no son eficaces y que, en última instancia, conducen al desarrollo del Síndrome de Burnout.

  11. Homicídios de adolescentes: refletindo sobre alguns fatores associados Adolescents’ homicide: thinking about some associated factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sergio Kodato

    2000-01-01

    Full Text Available Este estudo é uma investigação de alguns fatores associados a homicídios praticados contra adolescentes, no município de Ribeirão Preto (SP, onde, no período de 1995 a 1998, foram assassinados 101 adolescentes. A coleta e a análise dos dados foram realizadas através da conjunção das seguintes técnicas: levantamento de dados sociográficos, através da análise dos processos judiciais instaurados no Ministério Público local; observação participante da instituição de internamento no município, destinada para adolescente autor de ato infracional; entrevistas com adolescentes internos pela prática de homicídio (n= 8. Como resultado, pode-se afirmar que as condições de vida que levaram à morte os adolescentes, são fruto de uma sincronização de fatores, onde, além da fragilidade institucional, observa-se como determinantes a disputa pela apropriação de bens materiais, o conflito de interesses financeiros, o tráfico de drogas, e, um modo de relacionamento interpessoal, cuja resolução de situações conflitivas se dá de forma não mediada e violenta.This research is an investigation of some factors associated to homicides committed against adolescents, at the city of Ribeirão Preto (SP, in which, during the period of 1995-1998, 101 children and adolescents were killed. The collect and analysis of data were made throughout the association of the following methods: sociographics data enrollment, analysis of taken lawsuits in the local prosecuting counsel; participant observation of the local internment institution, destined to adolescents authors of infraction acts; interview with intern adolescents for homicide acts (n=8. As a result one may state that the life conditions that ends on death of adolescents are product of a synchronization of factors, where, besides the fragility of institutions, one may observe determinants the dispute for appropriation of goods, conflict of financial interests, drug traffic and, a mode

  12. Prevalência de lesões labiais em trabalhadores de praia e fatores associados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eudes Euler de Souza Lucena

    2012-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a prevalência de lesões labiais decorrentes da exposição solar e potenciais associações em trabalhadores de praia. MÉTODOS: Estudo transversal com 362 trabalhadores de cinco praias urbanas em Natal, RN, de agosto a dezembro de 2010. Os participantes responderam um questionário validado com dados pessoais, de ocupação e de saúde e passaram por exame clínico dos lábios feito por pesquisadores calibrados. As possíveis associações das variáveis sociodemográficas, ocupacionais e de saúde geral com a presença de lesões labiais foram avaliadas pelo teste do qui-quadrado para um nível de significância de 5%. A análise multivariada foi feita utilizando-se a regressão robusta de Poisson. RESULTADOS: Dos trabalhadores examinados, 27,1% apresentavam lesões labiais. Desses, 76,8% eram do sexo masculino; 61,6% tinham pele morena ou negra; 94,5% trabalhavam informalmente; e 85,4% trabalhavam expostos ao sol. A maioria (81,1% relatou uso de algum tipo de fotoproteção: protetor solar (38,7%; protetor labial (15,3%; boné/chapéu (72,4%. Aproximadamente 28% eram fumantes e 48% consumiam álcool regularmente. A fotoproteção com uso de boné/chapéu foi associada à presença de lesões labiais decorrentes da exposição solar. CONCLUSÕES: Observou-se alta prevalência de lesões labiais nos indivíduos expostos ao sol, a qual foi associada ao uso de boné/chapéu como forma de fotoproteção.

  13. Análise da sobrevida e fatores associados à mortalidade em receptores de transplante renal em Hospital Universitário no Maranhão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Inês Gomes de Oliveira

    2012-09-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: O transplante renal (TR é considerado como a melhor terapia para a Doença Renal Crônica (DRC. Fatores associados à sobrevida dos receptores de TR devem ser avaliados tendo em vista a implementação de condutas adequadas no manejo desses pacientes. OBJETIVOS: Analisar a sobrevida de receptores de TR e fatores associados à sua mortalidade. MÉTODOS: Estudo observacional de coorte, retrospectivo, com todos os 215 pacientes submetidos a TR no Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão-HUUFMA, entre 18 de março de 2000 e 18 de setembro de 2008, com seguimento mínimo de 12 e máximo de 101 meses. Características demográficas e clínicas dos pacientes foram observadas. Utilizou-se o método Kaplan-Meier para construção das curvas de sobrevida do paciente, sendo as mesmas comparadas pelo teste log-rank. O modelo de riscos proporcionais de Cox identificou fatores associados à mortalidade. RESULTADOS: A prevalência de óbito no período foi de 10,6%. A sobrevida de 1, 3 e 5 anos com doadores vivos foi de 97,8%, 94,1% e 92,9%, respectivamente, e com doadores falecidos, 95,6% e 95,6% para 1 e 3 anos, respectivamente. Foram fatores associados à menor sobrevida do paciente: idade > 40 anos (RR = 6,19; p = 0,001; IC 95% = 2,01-18,99 e intercorrência cirúrgica (RR = 4,98; p = 0,041; IC 95% = 1,07-23,27. CONCLUSÕES: As taxas de sobrevida do receptor de TR no HUUFMA foram semelhantes àquelas encontradas em outros trabalhos, nacionais e internacionais. Idade do receptor acima de 40 anos e intercorrências cirúrgicas foram significantemente associados à mortalidade do paciente neste estudo.

  14. Prevalência do uso de chupeta no Brasil e fatores associados

    OpenAIRE

    Rezende, Érika Luiza Lage Fazito

    2007-01-01

    Introdução - A chupeta é um bem de consumo de preço acessível e de acesso fácil. Sua utilização é amplamente difundida e estimulada pelos pais frente ao choro da criança, entretanto, seus riscos e benefícios são debatidos. Por um lado, o hábito de sucção acalma as crianças, há indícios de que protege contra a síndrome da morte súbita do lactente, acelera a transição para a alimentação oral em recém-nascidos prematuros alimentados através de sonda nasogástrica e alivia o desconforto provocado ...

  15. Estudo dos Fatores de Risco Associados a Arteriopatia Periferica em Nipo-brasileiros de Bauru (SP

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Garofolo

    2014-03-01

    Full Text Available Fundamento: As patologias cardiovasculares são a maior causa de morbimortalidade nos países desenvolvidos e emergentes. Sua principal etiologia, a aterosclerose, é doença disseminada acometendo os territórios coronariano, cerebral e periférico. A doença arterial obstrutiva periférica (DAOP, além de suas consequências per se, sinaliza o acometimento do território coronariano. Portanto, seu melhor conhecimento permite tratamento adequado, retardando complicações locais e à distância, diminuindo o custo para o sistema de saúde. Objetivo: Este estudo estima a porcentagem de DAOP em nipo-brasileiros de Bauru (SP, reconhecidos pela alta prevalência de distúrbios metabólicos, como hipertensão arterial (43%, diabetes melito (33% e hipercolesterolemia (60 %, e analisa a associação com biomarcadores de risco. Métodos: Este estudo transversal populacional avaliou 1.330 nipo-brasileiros de ambos os sexos com idade ≥ 30 anos que foram submetidos a exame físico completo, medidas antropométricas, exames laboratoriais e índice tornozelo-braço (ITB. Participantes com ITB ≤ 0,90 foram diagnosticados como portadores de DAOP. Após aplicação dos critérios de exclusão, 1.038 indivíduos integraram a análise. Empregou-se regressão de Poisson para análise das associações com DAOP. Resultados: A idade média foi 56,8 anos e a porcentagem de DAOP foi 21,1%, igual entre os sexos. DAOP associou-se com tabagismo (RP 2,16 [1,33-3,48] e hipertensão arterial (RP 1,56 [1,12-2,22]. Conclusão: A porcentagem de DAOP nos nipo-brasileiros foi semelhante à de outras populações de perfil cardiometabólico desfavorável (US PARTNERS e POPADAD. A associação independente de DAOP com tabagismo e hipertensão, mas não com outros clássicos fatores de risco, pode depender das frequências muito elevadas dos distúrbios metabólicos nessa população.

  16. Condutas na prevenção secundária do câncer de mama e fatores associados Breast cancer's secondary prevention and associated factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo Leal Sclowitz

    2005-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a prevalência de condutas na prevenção secundária do câncer de mama e fatores associados. MÉTODOS: Foi realizado estudo transversal de base populacional na cidade de Pelotas, RS, em 2002, com amostra de 879 mulheres de 40 a 69 anos. Foram coletadas informações sobre variáveis demográficas, socioeconômicas, comportamentais, biológicas e referentes ao manejo médico. A análise estatística das variáveis foi realizada utilizando o método de regressão de Poisson. RESULTADOS: A prevalência do "hábito de realizar o auto-exame" encontrada foi de 83,5% (IC 95%: 80,9-85,9, sendo que, dessas mulheres, 80,4% (IC 95%: 77,3-83,2 o realizavam ao menos uma vez ao mês. A prevalência de "exame clínico de mamas" foi de 83,3% (IC 95%: 80,6-85,7. "Mamografia alguma vez na vida" mostrou prevalência de 70% (IC 95%: 66,8-73,0, sendo que 83,7% (IC 95%: 80,5-86,6 realizaram a última mamografia há dois anos ou menos. Das entrevistadas, 62% (IC 95%: 58,7-65,2 consultaram ginecologista ao menos uma vez no último ano. Os fatores associados a maiores prevalências das condutas na prevenção secundária do câncer de mama foram: pertencer às classes sociais mais altas; ter a maior combinação de fatores de risco para neoplasia mamária; ter história familiar de câncer de mama; fazer uso de terapia de reposição hormonal e ter sido submetida à biópsia por patologia mamária. CONCLUSÕES: As medidas preventivas para o câncer de mama vêm sendo bastante utilizadas quantitativamente; entretanto, os dados apontam para limitações em relação à sua adequação. O nível socioeconômico parece ser o principal determinante do acesso à consulta ginecológica e, conseqüentemente, às demais condutas na prevenção secundária do câncer de mama.OBJECTIVE: To evaluate the prevalence of secondary prevention of breast cancer and associated factors. METHODS: A population-based cross-sectional study was conducted in the city of

  17. Prevalência de desordens de fala em escolares e fatores associados Prevalence of speech disorders in schoolchildren and its associated factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bárbara Niegia Garcia de Goulart

    2007-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar a prevalência de alterações de fala em escolares e fatores associados. MÉTODOS: Estudo transversal realizado em amostra aleatória de 1.810 escolares de ambos sexos, matriculados na primeira série de ensino público de Canoas (Rio Grande do Sul, em 2001. Os escolares com idades entre cinco e 11 anos foram submetidos a teste de rastreamento, previamente validado para levantamento de alterações fonéticas e/ou fonológicas. Dados referentes à história de repetência escolar, sexo, idade da criança, escolaridade do pai e escolaridade da mãe foram levantados para testar as associações. As associações entre as variáveis foram analisadas pelo teste do qui-quadrado. RESULTADOS: A prevalência de desordens de fala nas crianças estudadas foi de 24,6% e maior em crianças com cinco a seis anos quando comparadas com as crianças com dez anos ou mais. A prevalência de alteração de fala por volta dos cinco anos de idade foi de 57% e entre oito e dez anos, 42%. A proporção de alteração de fala foi semelhante entre os sexos. As alterações se associaram ao grau de escolaridade das mães e dos pais, 79,5% e 78,6%, respectivamente, com menos de um ano de estudo. CONCLUSÕES: Os escolares estudados apresentaram prevalência de alterações de fala maior que as encontradas na literatura. A escolaridade dos pais foi importante fator associado às alterações.OBJECTIVE: To assess prevalence of speech disorders in schoolchildren and its associated factors. METHODS: Cross-sectional study comprising a random sample of 1,810 schoolchildren attending the first grade in public schools in a city of Southern Brazil, in 2001. Schoolchildren aged between five and 11 years were evaluated using a previously validated speech screening test for phonetic and/or phonologic disorders. Data on school failure, gender, age and maternal and paternal schooling were collected to test associations. Associations between variables were analyzed

  18. Tempo de clampeamento e fatores associados à reserva de ferro de neonatos a termo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabiana de Cássia Carvalho Oliveira

    2014-02-01

    Full Text Available OBJETIVO : Analisar o impacto do tempo de clampeamento e parâmetros obstétricos, biológicos e socioeconômicos sobre a reserva de ferro de neonatos nascidos a termo. MÉTODOS : Estudo transversal pelo qual foram avaliados os parâmetros hematológicos de neonatos de Viçosa, MG, de outubro de 2011 a julho de 2012. Foram coletados 7 mL de sangue do cordão umbilical de 144 neonatos a termo e sem baixo peso. Os parâmetros investigados foram: hemograma completo, ferro sérico, ferritina e proteína C-reativa. O tempo de clampeamento do cordão umbilical foi mensurado utilizando cronômetro digital sem interferir nos procedimentos do parto. Os dados de nascimento foram coletados nas Declarações de Nascidos Vivos e as demais informações foram obtidas com a mãe do neonato por aplicação de questionário no primeiro mês pós-parto. Realizou-se análise de regressão linear múltipla visando a estimar a influência de variáveis obstétricas, biológicas e socioeconômicas nos níveis de ferritina ao nascer. RESULTADOS : A mediana de ferritina foi 130,3 µg/L (n = 129, mínimo de 16,4 e máximo 420,5 µg/L, a média de ferro sérico foi 137,9 μg/dL (n = 144, dp = 39,29 e de hemoglobina, 14,7 g/dL (n = 144, dp = 1,47. O tempo mediano de clampeamento do cordão foi 36 segundos, variando entre sete e 100. A análise bivariada detectou associação entre os níveis de ferritina e a cor da criança, tempo de clampeamento de 60 segundos, tipo de parto, a presença de diabetes gestacional e a renda per capita da família. Renda per capita, número de consultas pré-natais e o comprimento ao nascer contribuíram com 22,0% da variação dos níveis de ferritina na análise múltipla. CONCLUSÕES : A reserva de ferro ao nascer sofreu influência de características biológicas, obstétricas e sociais. O combate à anemia deve envolver a implementação de um critério de clampeamento tardio do cordão umbilical para as diretrizes de trabalho de parto

  19. Self-reported maternal morbidity and associated factors among Brazilian women Morbidade materna auto-referida e fatores associados entre mulheres brasileiras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joao Paulo Souza

    2008-06-01

    Full Text Available PURPOSE: Demographic health surveys may constitute a valuable source of information on maternal morbidity, particularly in locations where an integrated system of epidemiological surveillance with wide geographic coverage has not yet been developed. METHODS: This study analyzed the database obtained from a national Demographic Health Survey carried out in Brasil in 1996. Data regarding how the survey was conducted, characteristics of the women interviewed who had given birth to live infants in the five preceding years, characteristics of the obstetrical care received and complications reported were evaluated. RESULTS: Responses from a weighted total of 3,635 women were analyzed. Statistically significant differences (pOBJETIVOS: Os estudos demográficos de saúde podem constituir fonte valiosa de informação sobre a morbidade materna, especialmente nos locais onde ainda não foi desenvolvido um sistema de vigilância epidemiológica integrado e de ampla cobertura geográfica. MÉTODOS: Este estudo consiste na análise secundária do banco de dados da última Pesquisa Nacional sobre Demografia e Saúde, realizada no Brasil, em 1996. Foram analisados os dados referentes à operacionalização da pesquisa, as características das mulheres entrevistadas que tiveram gestações resultantes em nascidos vivos nos cinco anos precedentes ao inquérito, as características da assistência obstétrica e das complicações referidas por estas mulheres. RESULTADOS: As respostas de um total ponderado de 3.635 mulheres foram analisadas. Foram observadas diferenças significativas (p<0,001 entre os domínios geográficos para a maior parte das características estudadas. A assistência ao parto foi predominantemente hospitalar em todo o país. A prevalência de morbidade materna referida oscilou entre 15,5% e 22,9% nos diferentes domínios geográficos analisados. Este fator geográfico esteve associado a diferenças de risco para a ocorrência de complica

  20. Características e fatores associados às quedas atendidas em serviços de emergência

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Deborah Carvalho Malta

    2012-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar as características dos atendimentos decorrentes de quedas em serviços de urgência e emergência e identificar fatores associados. MÉTODOS: Estudo transversal com 12.617 atendimentos decorrentes de quedas registrados no Sistema de Vigilância de Violências e Acidentes, coletados em 23 capitais e Distrito Federal, de setembro a novembro de 2009, por meio de uma amostra por conglomerado. Foi utilizada a técnica de análise de correspondência, por permitir a observação conjunta de um grande número de variáveis qualitativas. RESULTADOS: A maior parte das vítimas foi do sexo masculino (56,5%, faixa etária de 0 a 19 anos (45,7% e declarados não brancos (62,2%. A maioria das quedas ocorreu na residência (54,6% e via pública (17,4%; 14,3% foram relacionadas ao trabalho. Os tipos predominantes foram "queda no mesmo nível" (57,0% e "queda de escada/degrau" (15,6%. A maioria das lesões foi classificada como entorse, luxação, contusão, corte e laceração (68,3%. Quedas dentre as crianças associaram-se à ocorrência na residência; com os adolescentes na escola; e jovens na prática esportiva. Quedas em adultos estiveram associadas ao local de trabalho, queda de andaimes, telhados, escada/degrau e buracos e uso de álcool. As quedas no mesmo nível resultaram em lesões de menor gravidade, em membros inferiores e superiores, e as quedas de andaime e telhado se associaram com lesões de maior gravidade e internações. CONCLUSÕES: Os resultados mostram que estratégias para a prevenção das quedas devem ser implantadas particularmente em residências, escolas e ambientes de trabalho.

  1. Prevalência de lesões em corredores de rua e fatores associados: revisão sistemática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Danilo Gonçalves

    2016-09-01

    Full Text Available Objetivo: verificar a prevalência de lesões em corredores de rua, os tipos de lesões, as regiões mais acometidas e quais são os fatores associados. Método: foi realizada uma revisão sistemática nas bases de dados SciELO e LILACS. Foram incluídos estudos que abordaram as lesões em corredores de rua, atletas e amadores, adultos, de ambos os sexos, independente da raça ou classe social. Resultados: a busca de artigos identificou 99 estudos. Após aplicação dos critérios de exclusão, 6 estudos foram incluídos na presente revisão sistemática. A prevalência de lesões encontrada foi de 44%, sendo os principais tipos tendinopatias e distensões musculares e o principal local o joelho, os fatores associados às lesões foram intrínsecos e extrínsecos. Considerações finais: conclui-se que quase a metade dos praticantes relatou ter sofrido lesões, o que é preocupante, tendo em vista que as lesões limitam a prática do esporte portanto, fatores como a especificidade do treinamento devem ser observados para a prática saudável e segura da corrida de rua.

  2. Fatores individuais e contextuais associados a ma oclusao em criancas brasileiras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valeria Silva Candido Brizon

    2013-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a associação entre a prevalência de má oclusão em crianças aos 12 anos de idade com variáveis individuais e contextuais. MÉTODOS: Foi realizado um estudo transversal analítico com dados da Pesquisa Nacional de Saúde Bucal – SBBrasil 2010. O desfecho estudado foi a má oclusão, categorizada em ausente, definida, severa e muito severa. As variáveis independentes foram classificadas em individuais e contextuais. Os dados foram analisados por meio de modelo multinível, considerando nível de 5% de significância. RESULTADOS: A prevalência de má oclusão severa e muito severa nas crianças com 12 anos de idade não diferiu entre as regiões brasileiras, mas sim entre as cidades (p < 0,001. Crianças do sexo masculino (p = 0,033, de menor renda (p = 0,051, que consultaram o dentista (p = 0,009, com menor satisfação com a boca e os dentes (p < 0,001 e com vergonha de sorrir (p < 0,001 apresentaram má oclusão de maior gravidade. As características das cidades também afetaram a gravidade da má oclusão; cidades com mais famílias com benefício social por 1.000 habitantes, com menores notas do índice de desempenho do sistema de saúde e menor renda per capita foram estatisticamente associadas com a má oclusão. CONCLUSÕES: Associações significativas entre a presença e gravidade da má oclusão foram observadas em nível individual e contextual.

  3. Prevalência e fatores associados a lesões em corredores amadores de rua do município de Belo Horizonte, MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alberto Cantídio Ferreira

    2012-08-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A prática da corrida de rua tem aumentado nos últimos anos, tanto por sua facilidade quanto pelo baixo custo envolvido. Essa prática, todavia, envolve risco de lesões musculoesqueléticas. OBJETIVO: Verificar a prevalência de lesões osteomioarticulares e analisar os fatores associados em corredores de rua amadores de Belo Horizonte, MG. MÉTODOS: Foi realizado um estudo observacional do tipo transversal. A seleção da amostra foi por conveniência. Participaram da pesquisa 100 atletas amadores com pelo menos três meses de prática de corrida com frequência mínima de duas vezes por semana. Foram coletados os dados referentes à prevalência de lesões e os fatores associados através de um questionário estruturado. RESULTADOS: A prevalência de lesões entre os atletas foi de 40%. Dentre os fatores associados à lesão destacam-se a distância média diária e a variação no volume do treinamento. CONCLUSÃO: A prevalência de lesões em corredores amadores é considerável, apesar de ter sido relatada por menos da metade dos participantes. As características do treinamento podem desencadear lesões e devem ser analisadas com cautela para que a corrida seja realizada de forma segura.

  4. Fatores genéticos e ambientais associados a espinha bífida Genetic and ambient factors and profile of the newborns with spina bifida

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiane de Jesus da Cunha

    2005-05-01

    Full Text Available OBJETIVOS: analisar a freqüência e os fatores associados à ocorrência da espinha bífida. MÉTODOS: os dados foram obtidos por meio de entrevista de 47 casos e 47 controles, nascidos nas cinco maternidades da cidade de Pelotas, durante o período de 1 de Janeiro de 1990 a 31 de Dezembro de 2003. É estudo com delineamento de caso-controle, de base populacional que abrangeu todos os nascimentos hospitalares. O controle foi o neonato normal que nasceu após cada caso com malformação. Todos os dados foram obtidos mediante questionário-modelo. A análise do planejamento de análise de dados incluiu o uso do teste t de Student, chi² e odds ratio. RESULTADOS: ocorreram aproximadamente 77.000 nascimentos nesse período. Desses, 1.043 (1,3% apresentaram algum tipo de malformação congênita. Dentre essas, 47 de 162 anomalias do fechamento do tubo neural foram diagnosticadas como espinha bífida. Foram encontradas diferenças significativas quanto ao número de natimortos prévios, bem como proporção superior de casos de espinha bífida em recém-nascidos do sexo feminino. Neste estudo, muitos fatores como o uso de medicamentos; doenças agudas; afecções crônicas; número de gestações; idade, escolaridade e ocupação dos pais, entre outros, não mostraram associação com o nascimento de recém-nascido com espinha bífida. CONCLUSÕES: a espinha bífida deve ser considerada como importante fator de risco para a morbidade perinatal, e sua ocorrência está associada a um histórico gestacional de natimortos prévios.PURPOSES: to analyze the frequency, associated risk factors for the occurrence of spina bifida and differences between the newborns carrying this malformation and the newborns' morbidities. METHODS: data were obtained through interview of 47 cases and 47 controls, born in the five maternities of the city of Pelotas, during the period from January 1, 1990 to December 31, 2003. This is a population-based case-control study

  5. Incremento da depuração renal em pacientes gravemente enfermos: incidência, fatores associados e efeitos no tratamento com vancomicina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    María Luz Campassi

    2014-03-01

    Full Text Available Objetivo: Foi descrito um incremento da depuração renal em alguns grupos de pacientes gravemente enfermos, o qual pode induzir à eliminação de concentrações de fármacos por filtração glomerular aquém do ideal, principalmente no caso de antibióticos. Sua ocorrência e os fatores determinantes têm sido pouco estudados. Nossos objetivos foram determinar a incidência e os fatores associados ao incremento da depuração renal, bem como seus efeitos nas concentrações e na posologia de vancomicina em uma série de pacientes em unidade de terapia intensiva. Métodos: Estudamos, de forma prospectiva, 363 pacientes admitidos durante 1 ano em uma unidade de terapia intensiva clínico-cirúrgica. Foram excluídos pacientes que tivessem nível de creatinina sérica >1,3mg/dL. A depuração de creatinina foi calculada a partir da coleta de urina de 24 horas. Os pacientes foram agrupados segundo a presença de incremento da depuração renal (depuração de creatinina >120mL/min/1,73m2, e os possíveis fatores de risco foram analisados por meio de análise bivariada e logística. Em pacientes tratados com vancomicina, foram registradas a posologia e as concentrações plasmáticas. Resultados: O incremento da depuração renal esteve presente em 103 pacientes (28%, os quais eram mais jovens (48±15 versus 65±17 anos; p<0,0001, tinham mais frequentemente admissões obstétricas (16 versus 7%; p=0,0006 e por trauma (10 versus 3%; p=0,016, e menos comorbidades. Os únicos determinantes independentes para o desenvolvimento de incremento da depuração renal foram idade (OR=0,95; IC95%=0,93-0,96; p<0,0001; e ausência de diabetes (OR 0,34; IC95% 0,12-0,92; p=0,03. Doze dos 46 pacientes que receberam vancomicina tinham incremento da depuração renal e, apesar das doses elevadas, tinham concentrações plasmáticas de vancomicina mais baixas. Conclusões: Nessa coorte de pacientes gravemente enfermos, foi frequente o achado de incremento da depura

  6. Coocorrência de violência física e psicológica entre adolescentes namorados do recife, Brasil: prevalência e fatores associados

    OpenAIRE

    2013-01-01

    Os objetivos foram estimar a prevalência de perpetração de violência física e psicológica entre adolescentes namorados de Recife, identificar fatores associados e a coocorrência de ambos os tipos de violência. Participaram do estudo 302 adolescentes de escolas públicas e particulares, com idade entre 15 e 19 anos, que tiveram algum relacionamento amoroso no último ano e esses preencheram o questionário. Foram realizadas análise univariada e regressão logística e todas as análises estatísticas...

  7. Características e fatores associados às quedas atendidas em serviços de emergência

    OpenAIRE

    Malta, Deborah Carvalho; Silva,Marta Maria Alves da; Mascarenhas, Marcio Denis Medeiros; Sa, Naiza Nayla Bandeira de; MORAIS NETO, Otaliba Libanio de; Bernal,Regina Tomie Ivata; Monteiro,Rosane Aparecida; Andrade, Silvania Suely Caribe de Araujo; Gawryszewski,Vilma Pinheiro

    2012-01-01

    OBJETIVO: Analisar as características dos atendimentos decorrentes de quedas em serviços de urgência e emergência e identificar fatores associados. MÉTODOS: Estudo transversal com 12.617 atendimentos decorrentes de quedas registrados no Sistema de Vigilância de Violências e Acidentes, coletados em 23 capitais e Distrito Federal, de setembro a novembro de 2009, por meio de uma amostra por conglomerado. Foi utilizada a técnica de análise de correspondência, por permitir a observação conjunta...

  8. SEDENTARISMO ENTRE USUÁRIOS DE CENTROS DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL EM PELOTAS-RS: PREVALÊNCIA E FATORES ASSOCIADOS

    OpenAIRE

    Duarte Júnior, Osvaldo

    2011-01-01

    Objetivo: Descrever a prevalência de sedentarismo entre usuários de Centros de Atenção Psicossocial de Pelotas e investigar fatores associados. Métodos: Estudo de delineamento transversal aninhado à uma coorte prospectiva entre os usuários dos CAPS de Pelotas/RS. Utilizou-se um questionário padronizado contendo questões pré-codificadas. A variável dependente foi o sedentarismo no lazer, avaliado através do Questionário Internacional de Atividade Física (IPAQ) na versão curta...

  9. Which factors could explain the low birth weight paradox? Quais fatores podem explicar o paradoxo do baixo peso ao nascer?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antônio Augusto Moura da Silva

    2006-08-01

    ão Preto (SP e em São Luís (MA, cujas taxas de baixo peso ao nascer eram 10,7% e 7,6%, respectivamente. Foram analisados dados de duas coortes de nascimentos: 2.839 recém-nascidos em Ribeirão Preto em 1994 e 2.439 em São Luís em 1997/98. Foi realizada análise de regressão logística múltipla, ajustada para efeito de confusão. RESULTADOS: Os fatores de risco associados em São Luís foram primiparidade, idade materna menor que 18 anos e tabagismo materno. Em Ribeirão Preto, os fatores de risco foram: renda familiar entre um e três salários-mínimos, idade materna menor que 18 e igual ou maior que 35 anos, tabagismo materno e parto cesáreo. Em modelo conjunto incluindo ambas as coortes, Ribeirão Preto apresentou risco 45% maior para em relação a São Luís. Quando ajustado para tabagismo materno, o excesso de risco em Ribeirão Preto, reduziu-se em 49%, mas o intervalo de confiança esteve marginalmente significante. Diferenças nas taxas de cesárea entre as duas cidades contribuíram para explicar uma porção adicional desse paradoxo. CONCLUSÕES: O tabagismo materno foi o fator de risco mais importante capaz de explicar a diferença no baixo peso ao nascer entre as duas cidades. Os outros fatores pouco contribuíram para explicar a diferença nas taxas de baixo peso ao nascer.

  10. Fatores associados à dislipidemia na pós-menopausa Factors associated with women's dyslipidemia in the post-menopause

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ticihana Ribeiro de Oliveira

    2008-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar os fatores associados à dislipidemia da mulher durante o climatério. MÉTODOS: desenvolveu-se um estudo caso-controle de casos prevalentes e controle selecionados do ambulatório para mulheres no climatério. A partir de parâmetros bioquímicos recentes encontrados nos prontuários, as mulheres foram classificadas em dois grupos: caso e controle. Considerou-se caso aquelas mulheres que apresentaram alguma alteração nos níveis sanguíneos de colesterol total, LDL colesterol, triglicerídios e/ou HDL colesterol; foram consideradas controle aquelas que apresentavam níveis normais destes. Coletaram-se dados referentes à situação socioeconômica, atividade física, etilismo e tabagismo, medidas antropométricas e dados de ingestão alimentar. Em seguida, comparou-se esses dados dos dois grupos. As proporções foram comparadas através do teste do χ2, teste exato de Fisher e/ou teste t de Student, dependendo do modelo de distribuição. A relação crua entre os diversos fatores e a presença de dislipidemia foi estimada através de regressão logística. RESULTADOS: foram coletados dados de 84 mulheres nas faixas etárias entre 42 e 59 anos, sendo 45 delas da classificação caso (dislipidêmicas e 39, controle (não dislipidêmicas. As médias de idade para caso e controle foram, respectivamente, 52,1±4,2 e 52,2±4,7 anos. A amostra era homogênea em relação às características socioeconômicas (renda, ocupação e escolaridade, prática de atividade física, etilismo, tabagismo e consumo alimentar, não havendo evidência de associação desses fatores com a dislipidemia. Caso e controle apresentaram uma renda de até dois salários mínimos, escolaridade baixa (até a quarta série do ensino fundamental e ocupação de dona-de-casa (serviços domésticos. Os hábitos do fumo e da ingestão de bebida alcoólica foram pouco freqüentes. A prática de atividade física não foi presente, caracterizando uma popula

  11. Prevalência e fatores de risco relacionados ao uso de drogas entre escolares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Baus

    2002-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a prevalência e os fatores de risco relacionados ao uso indevido de drogas entre estudantes de uma escola pública de primeiro e segundo graus. MÉTODOS: Foi realizado estudo descritivo transversal, utilizando, como instrumento de pesquisa, um questionário anônimo, padronizado e amplamente testado no Brasil para levantamento do uso de drogas. A população estudada foi constituída de 478 estudantes de escola pública de primeiro e segundo graus, de Florianópolis, SC. Os questionários foram aplicados por estudantes universitários devidamente treinados. Entre os estudantes pesquisados, 43% e 32% foram de faixa etária de 13 a 15 anos e de 16 a 18 anos, respectivamente, com predomínio de classes socioeconômicas mais altas. RESULTADOS: A prevalência de uso de maconha na vida (19,9%, solventes (18,2%, anfetamínicos (8,4% e álcool (86,8% foi elevada em Florianópolis, comparada a outras capitais da região Sul e à média brasileira. Notou-se elevado e freqüente uso (seis ou mais vezes por mês de álcool (24,2%, maconha (4,9%, solventes (2,5% e anfetamínicos (2,3%. Os fatores demográficos relacionados ao uso de drogas na vida foram idade, sexo, classe socioeconômica e vida junto aos pais. A chance de garotas usarem remédios para emagrecer ou ficarem acordadas foi o dobro da chance de garotos e, quanto ao uso de tranqüilizantes, quase o triplo. Os garotos tinham um risco quase duas vezes maior de uso de solvente do que as garotas. A classe socioeconômica alta foi associada a um risco duas vezes maior do uso de álcool do que a classe baixa. O risco de uso de cigarro e maconha na vida foi 84% e 67% maior, respectivamente, para alunos cujos pais estavam separados. CONCLUSÃO: Constatou-se alta prevalência de uso de várias drogas entre os alunos de primeiro e segundo graus.

  12. Prevalência e fatores de risco relacionados ao uso de drogas entre escolares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Baus José

    2002-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a prevalência e os fatores de risco relacionados ao uso indevido de drogas entre estudantes de uma escola pública de primeiro e segundo graus. MÉTODOS: Foi realizado estudo descritivo transversal, utilizando, como instrumento de pesquisa, um questionário anônimo, padronizado e amplamente testado no Brasil para levantamento do uso de drogas. A população estudada foi constituída de 478 estudantes de escola pública de primeiro e segundo graus, de Florianópolis, SC. Os questionários foram aplicados por estudantes universitários devidamente treinados. Entre os estudantes pesquisados, 43% e 32% foram de faixa etária de 13 a 15 anos e de 16 a 18 anos, respectivamente, com predomínio de classes socioeconômicas mais altas. RESULTADOS: A prevalência de uso de maconha na vida (19,9%, solventes (18,2%, anfetamínicos (8,4% e álcool (86,8% foi elevada em Florianópolis, comparada a outras capitais da região Sul e à média brasileira. Notou-se elevado e freqüente uso (seis ou mais vezes por mês de álcool (24,2%, maconha (4,9%, solventes (2,5% e anfetamínicos (2,3%. Os fatores demográficos relacionados ao uso de drogas na vida foram idade, sexo, classe socioeconômica e vida junto aos pais. A chance de garotas usarem remédios para emagrecer ou ficarem acordadas foi o dobro da chance de garotos e, quanto ao uso de tranqüilizantes, quase o triplo. Os garotos tinham um risco quase duas vezes maior de uso de solvente do que as garotas. A classe socioeconômica alta foi associada a um risco duas vezes maior do uso de álcool do que a classe baixa. O risco de uso de cigarro e maconha na vida foi 84% e 67% maior, respectivamente, para alunos cujos pais estavam separados. CONCLUSÃO: Constatou-se alta prevalência de uso de várias drogas entre os alunos de primeiro e segundo graus.

  13. Fatores associados à percepção de risco de infecção pelo HIV por puérperas internadas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Neide de Souza Praça

    2003-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar os fatores associados à percepção de risco de infecção pelo HIV por puérperas internadas em maternidades filantrópicas. MÉTODOS: A amostra constou de 384 puérperas atendidas em duas maternidades filantrópicas do Município de São Paulo. Os dados foram coletados de janeiro a março de 2000. Todas as puérperas foram entrevistadas após 12 horas de pós-parto, quanto aos aspectos relativos a características sociodemográficas, conhecimento sobre infecções sexualmente transmissíveis/Aids (DST/Aids e às questões culturais (variáveis independentes e "se ela se sentia em risco de contrair o HIV" (variável dependente. A análise estatística foi feita pelo teste de associação pelo qui-quadrado e análise de regressão logística múltipla. RESULTADOS: Cerca de 29% das puérperas se consideraram em risco de contrair o HIV. Verificou-se que a mulher que se percebe com risco é aquela que não está em união conjugal/consensual, que apresentou DST em algum momento de sua vida e que acredita que o homem casado se diverte fora de casa como o homem solteiro. O estudo possibilitou identificar o comportamento dos sujeitos para a prevenção e a manutenção de sua saúde. CONCLUSÕES: Identificou-se assimilação das informações sobre a epidemia, influenciando na percepção de risco da mulher, mas foi considerada necessária a intensificação de atividades que promovam o envolvimento do casal e do adolescente na prevenção de infecção pelo vírus da Aids.

  14. Bem-estar psicológico e adolescência: fatores associados Psychological well-being and adolescence: associated factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Azevedo da Silva

    2007-05-01

    Full Text Available Esse trabalho procurou avaliar os fatores associados ao bem-estar psicológico em adolescentes realizando um estudo transversal com amostra representativa (n = 960 com idades entre 15 e 18 anos. Foram visitados 86 domicílios em cada um dos 90 setores censitários sorteados. Um consentimento informado era assinado pelos pais ou responsáveis pelo adolescente antes que ele respondesse a um questionário auto-aplicado. O bem-estar psicológico foi avaliado através de uma escala que continha sete figuras que representavam expressões variando de extrema felicidade até extrema tristeza. O adolescente era solicitado a assinalar aquela figura que mais se assemelhava à maneira como se sentia a respeito da sua vida. Entre os entrevistados 72,33% se consideravam com alto nível de bem-estar psicológico, a prevalência foi maior nas famílias de maior nível sócio-econômico (classe social A ou B e com maior escolaridade materna. Os resultados também mostraram que pessoas que mantém uma prática religiosa, não fumam, não consomem bebidas alcoólicas e que desejam emagrecer tem maior bem-estar psicológico, sugerindo uma inter-relação entre os comportamentos de saúde.This study aimed to evaluate the factors associated with psychological well-being among adolescents in a southern Brazilian city. A cross-sectional study was performed with a representative sample (n = 960 of adolescents (15-18 years. Eighty-six households were visited in each of the 90 randomized census tracts. Parents signed a written consent form before the adolescent answered a self-reported questionnaire. Psychological well-being was evaluated with a scale containing seven figures representing expressions varying from extreme happiness to extreme sadness. Adolescents were asked to mark the figure that best resembled the way they felt about their lives, and 72.33% reported a high level of psychological well-being. Prevalence of psychological well-being was higher in families

  15. Prevalência de sintomas depressivos e fatores associados em idosos no norte de Minas Gerais: um estudo de base populacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gizele Carmem Fagundes Ramos

    2015-06-01

    Full Text Available Objetivo Avaliar a prevalência e os fatores associados aos sintomas depressivos em idosos não institucionalizados. Métodos Estudo transversal, analítico, de base populacional, cujos dados foram coletados entre maio e julho de 2013, em visitas domiciliares. Foi aplicado um questionário com variáveis sociodemográficas, comorbidades, utilização de serviços de saúde, escala de fragilidade (Edmonton Frail Scale, teste Timed Get Up and Go e a Escala de Depressão Geriátrica (Geriatric Depression Scale – GDS-15. Para análise estatística, as variáveis foram dicotomizadas. Conduziram-se análises bivariadas (teste qui-quadrado de Pearson adotando-se nível de significância menor que 0,20 para inclusão das variáveis independentes no modelo múltiplo. O modelo final foi gerado por meio de análise de regressão logística múltipla e as variáveis mantidas apresentaram associação com sintomas depressivos em um nível de significância de 0,05 (p < 0,05. Resultados A prevalência de sintomas depressivos foi de 27,5%. As variáveis independentes associadas a sintomas depressivos foram: não ter companheiro (a (OR = 1,81; IC 95% 1,214-2,713, não saber ler (OR = 1,84; IC 95% 1,19-2,836, percepção negativa sobre a própria saúde (OR = 2,12; IC 95% 1,373-3,256, tabagismo (OR = 2,31; IC 95% 1,208-4,431, alto risco de quedas (OR = 1,78; IC 95% 1,000-3,184 e fragilidade (OR = 2,38; IC 95% 1,510-3,754. Conclusões A alta prevalência de sintomas depressivos identificada entre idosos comunitários alerta para a necessidade de maiores cuidados com a população idosa.

  16. Prevalência e fatores associados à ocorrência de lesões durante a prática de atividade física

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Airton José Rombaldi

    2014-06-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Embora estudos demonstrem a importância da atividade física na prevenção e manutenção de um padrão de vida saudável, a prática pode determinar um aumento no risco da ocorrência de lesões entre aqueles praticantes de atividades desportivas. OBJETIVO: Determinar a prevalência e os fatores associados à ocorrência de lesões durante a prática de atividade física no tempo de lazer na cidade de Pelotas, RS, Brasil. MÉTODOS: Estudo transversal de base populacional realizado na área urbana do município de Pelotas, RS, Brasil. Uma amostra levando em consideração os diversos conglomerados foi selecionada. Características sociodemográficas, econômicas, comportamentais, nutricionais e relacionadas à ocorrência de lesões durante a prática de atividade física foram coletadas por meio de questionário padronizado e pré-codificado. RESULTADOS: O percentual de lesões em sujeitos praticantes de atividade física no lazer foi de 21,9% (IC95% 18,3 - 25,9. As lesões mais prevalentes foram contusões (39,6%, luxações (30,2% e distensões (11,3% e a prática de futebol e musculação foram as atividades onde mais ocorreram lesões. As lesões estiveram associadas ao sexo masculino, idades mais jovens e a indivíduos de cor da pele preta e parda. CONCLUSÃO: Embora a prevalência de lesões entre praticantes seja importante, os benefícios decorrentes de um estilo de vida ativo superam os riscos.

  17. Fatores associados à agressão física em gestantes e os desfechos negativos no recém-nascido

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elaine Fernandes Viellas

    2013-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar os fatores socioeconômicos, demográficos e reprodutivos associados à agressão física na gestação e os desfechos negativos para o recém-nascido em dois grupos de mulheres: adolescentes e adultas jovens. MÉTODO: Estudo transversal com uma amostra de 8.961 puérperas que se hospitalizaram em maternidades do município do Rio de Janeiro por ocasião do parto. Para testar hipótese de homogeneidade de proporções foi utilizado o teste χ². A razão de chances e os intervalos de confiança foram estimados através de regressão logística. RESULTADOS: Foi apontado que 5% das adolescentes e 2,5% das adultas jovens sofreram agressão física na gravidez. Em ambos os grupos, as variáveis associadas com o abuso físico foram: menor nível de escolaridade, menor apoio do pai da criança e maior tentativa de interrupção da gestação. O aumento no consumo de bebida alcoólica mostrou associação com o abuso físico apenas no grupo de adolescentes, e o uso de drogas ilícitas somente entre as adultas jovens. Os filhos das puérperas agredidas tiveram duas vezes mais chances de óbito neonatal, e três vezes mais de óbito pós-neonatal. Por outro lado, a assistência pré-natal de boa qualidade reduziu a chance de agressão física durante a gestação. CONCLUSÕES: Os resultados alertam para o aumento da chance de óbito neonatal e pós-neonatal entre os filhos das vítimas de agressão física durante a gestação e apontam para a importância do pré-natal na identificação de mulheres sob maior risco de episódios violentos, momento oportuno para o desenvolvimento de ações de proteção e cuidado à mãe e ao bebê.

  18. Tabagismo em estudantes de Medicina: tendências temporais e fatores associados Smoking among medical students: temporal trends and related variables

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Maria Baptista Menezes

    2004-06-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Após o declínio observado na prevalência de tabagismo entre estudantes de Medicina entre as décadas de 1960 e 1980, parece estar ocorrendo, atualmente, uma estabilização nessa prevalência. OBJETIVO: Avaliar as tendências temporais de tabagismo entre estudantes de Medicina da Universidade Federal de Pelotas (RS nos últimos dezessete anos, e alguns dos fatores associados ao hábito de fumar desses estudantes. MÉTODO: Estudos transversais com metodologias comparáveis foram conduzidos em 1986, 1991, 1996 e 2002. Questionários auto-aplicáveis foram utilizados. Definiu-se como fumante o indivíduo que fumava mais de um cigarro por dia há mais de um mês. Foram realizadas análises descritivas iniciais, análises brutas com utilização dos testes de qui-quadrado para heterogeneidade e tendência linear, e regressão de Poisson para avaliar o efeito do ano cursado sobre a freqüência de tabagismo, com controle para a idade do estudante. RESULTADOS: A prevalência atual de tabagismo entre os estudantes foi de 10,1%, valor estatisticamente similar ao dos levantamentos de 1991 e 1996. Não foram encontradas diferenças na prevalência de tabagismo por sexo, idade, tabagismo materno ou paterno. A freqüência de tabagismo aumentou durante a faculdade. CONCLUSÕES: A tendência de declínio na prevalência de tabagismo em estudantes de Medicina da Universidade Federal de Pelotas parece estar sendo substituída por uma estabilização em torno de 10% a 15%. O combate ao fumo ainda parece indispensável em ambientes universitários, especialmente nas escolas de Medicina.BACKGROUND: Although the prevalence of smoking among medical students declined steadily between the 1960s and 1980s, it seems to have stabilized in recent years. OBJECTIVES: To evaluate temporal trends, over the last 17 years, in the smoking habits of medical students at the Universidade Federal de Pelotas, in the state of Rio Grande do Sul, Brazil, and to identify

  19. Impacto do monitoramento telefônico de gestantes na prevalência da prematuridade e análise dos fatores de risco associados em Piracicaba, São Paulo, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rogerio Antonio Tuon

    2016-01-01

    Full Text Available Resumo: Objetivou-se verificar o impacto do monitoramento telefônico na prevalência da prematuridade e identificar os fatores de risco associados ao parto prematuro através de estudo transversal, de universo de gestantes monitoradas nos anos de 2010, 2011 e 2012 (n = 2.739. Utilizou-se estimação de modelos de regressão logística múltipla hierarquizada, considerando permanência no modelo p ≤ 0,05. A prevalência de prematuridade foi de 8,34% nas gestantes monitoradas e de 10,18% nas não monitoradas (p = 0,0058, sendo inversamente proporcional ao número de monitoramentos (p < 0,0001. As variáveis associadas foram: idade materna menor que 19 anos, antecedentes de dois ou mais filhos mortos, gestação múltipla, diabetes e hipertensão arterial, menor número de monitoramentos telefônicos, atividades laborais em pé e/ou carga de peso, fumo, número de consultas pré-natal, sem ultrassonografia, diabetes gestacional, gravidez múltipla e anomalia fetal. Com custos baixos, a estratégia demonstrou ser efetiva na redução da ocorrência do parto prematuro.

  20. Factors associated with depression symptoms in high school students in São Paulo, Brazil Fatores associados a sintomas depressivos em estudantes do ensino médio de São Paulo, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    LC Zinn-Souza

    2008-02-01

    acordo com o sexo foram de 39 (10,3% e 15 (4,3% nos adolescentes dos sexos feminino e masculino, respectivamente. A regressão logística mostrou que os fatores associados aos distúrbios depressivos são: baixo escore na auto-avaliação da saúde (OR=5,78, ser do sexo feminino (OR=2,45 e consumo de bebidas alcoólicas (OR=2,35. CONCLUSÕES: Os resultados mostraram que variáveis sociodemográficas, de estilo de vida e de saúde estavam associadas aos distúrbios depressivos. Esses achados sugerem a importância de que profissionais de saúde mental em escolas de ensino médio efetuem rastreio para reconhecer precocemente problemas mentais e fornecer aconselhamento aos estudantes.

  1. Fatores relacionados à adesão ao tratamento do usuário hipertenso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Zélia Maria de Sousa Araújo Santos

    2014-04-01

    Full Text Available Objetivo: Descrever os fatores relacionados à adesão ao tratamento do usuário hipertenso. Métodos: Estudo transversal descritivo, com abordagem quantitativa, desenvolvido em Fortaleza-CE, Brasil. A amostra foi constituída por 400 usuários hipertensos. A coleta de dados ocorreu entre os meses de julho e outubro de 2010, por meio de entrevista. Foi utilizada a estatística descritiva e os dados representados em quadros. Resultados: A maioria dos entrevistados consistia em mulheres (269 - 67,2%, com faixa etária entre 40 e 79 anos (390 - 97,5%. De acordo com os entrevistados, destacaram-se como condições favoráveis à adesão ao tratamento: em relação ao próprio usuário - 280 (70% usuários indicaram o aporte de recursos financeiros para aquisição de alimentos e medicamentos, e 172 (43% afirmaram o investimento no autocuidado; à família - 98 (24,5% usuários declararam a ajuda financeira para aquisição da medicação anti-hipertensiva, 78 (19,5% citaram o encorajamento na adesão e 78 (19,5% desejaram a redução da responsabilidade financeira com a família; à equipe de saúde - 189 (49,5% usuários indicaram liberdade para verbalização, 168 (42% citaram atendimento resolutivo e humano e 115 (28,7% solicitaram escuta ativa; à instituição de saúde - 242 (60,5% usuários optaram pela redução do tempo na sala de espera para consulta e realização de exames. Conclusão: As condições favoráveis à adesão do usuário hipertenso ao tratamento estão vinculadas ao próprio usuário, à família, à equipe de saúde e à instituição de saúde, havendo uma evidência de inter-relação e interdependência. doi:10.5020/18061230.2013.p298

  2. Factors associated with safe sex among public school students in Minas Gerais, Brazil Fatores associados a sexo seguro entre alunos de escolas públicas em Minas Gerais, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisco José Machado Viana

    2007-01-01

    Full Text Available A cross-sectional study was conducted to evaluate factors associated with safe sex among sexually active public school students in Minas Gerais State, Brazil. The study focused on correlations between the variables gender, age, schooling, current grade, ethnicity, religion, importance attributed to religion, mothers' education, prior exposure to any sex education, promotion of juvenile protagonism, and participation by health professionals in school activities and consistent condom use with casual or stable partners and with use of other modern contraceptive methods. Bivariate and multivariate logistic regression analyses were used. Male gender and participation by health professionals in school activities were positively associated with all indicators of safe sex, and maternal schooling of more than eight years was positively associated with consistent condom use with casual and stable partners. Secondary (versus elementary schooling and age (older were inversely associated with consistent condom use with casual and stable partners, respectively. Ascribing greater importance to religion and Evangelical religion were negatively associated with use of modern contraceptives in the last sexual intercourse.Foi realizado um estudo de corte transversal para avaliar fatores associados à prática de sexo seguro entre estudantes sexualmente ativos de escolas públicas de Minas Gerais, Brasil. Estudou-se a associação de sexo, idade, escolaridade, turno, cor da pele, religião e importância dada à religião, educação da mãe, exposição à educação sexual, promoção do protagonismo juvenil pela escola e participação de profissionais de saúde no ensino, com uso consistente de condom com parceiro casual ou fixo, e uso de anticoncepcionais modernos. Utilizou-se análise bivariada e regressão logística multivariada. Ser do sexo masculino e ter envolvimento de profissionais de saúde no ensino estiveram positivamente associados com todos os

  3. Fatores motivacionais associados à prática de exercício físico em estudantes universitários

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosimeide Francisco Santos Legnani

    2011-09-01

    Full Text Available O estudo identificou fatores motivacionais associados à prática de exercício físico em estudantes universitários mediante versão traduzida e adaptada do Exercise Motivation Inventory. Metodologia: participaram do estudo 63 sujeitos (20 e 30 anos. Resultados: Os fatores motivacionais mais importantes foram Prevenção de Doenças, Prazer/Bem-Estar e Condição Física. Diferenças significativas entre os gêneros foram observadas em cinco fatores motivacionais: Afiliação (p < 0,01, Competição (p < 0,01, Controle do Peso Corporal (p < 0,04, Reabilitação da saúde (p < 0,03 e Reconhecimento Social (p < 0,05. Conclusão: importantes aspectos motivacionais devem ser considerados em intervenções direcionadas à promoção da prática de exercício físico em estudantes universitários.

  4. Hipertensão arterial em idosos: prevalência, fatores associados e práticas de controle no Município de Campinas, São Paulo, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Zaitune Maria Paula do Amaral

    2006-01-01

    Full Text Available Este estudo teve como objetivo avaliar a prevalência da hipertensão arterial referida em idosos de Campinas, São Paulo, Brasil, identificando os fatores associados, o uso de serviços de saúde e o conhecimento e as práticas quanto às opções do tratamento. Trata-se de estudo transversal, de base populacional, com amostra de conglomerados, estratificada e em múltiplos estágios. A análise dos dados referentes aos 426 indivíduos (sessenta anos e mais levou em conta o desenho amostral e o efeito do delineamento. A prevalência de hipertensão foi de 51,8% (46,4% nos homens e 55,9% nas mulheres e mostrou-se mais elevada em idosos: com menor escolaridade (55,9%, migrantes de outros estados (60,2% e com sobrepeso ou obesidade (57,2%. Os resultados indicam que os serviços de saúde estão garantindo o acesso ao atendimento médico (71,6% visitam o médico regularmente e aos medicamentos (86,7% tomam medicamento de rotina, sem distinção de nível sócio-econômico. Persistem, no entanto, desigualdades sociais quanto ao conhecimento e utilização de outras práticas de controle da pressão arterial, como dieta adequada e atividade física, que são insuficientemente utilizadas também pelos segmentos socialmente mais favorecidos.

  5. Fatores associados à interrupção de tratamento anti-retroviral Factors associated to glycaemic control in patients with type 2 diabetes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniel Panarotto

    2008-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar as variáveis que influenciam no controle glicêmico de indivíduos diabéticos tipo 2 que freqüentam um serviço de saúde terciário. MÉTODOS: Estudo retrospectivo realizado através de revisão de prontuários dos pacientes atendidos no Ambulatório de Diabetes da Universidade de Caxias do Sul. Avaliamos os pacientes quanto ao controle glicêmico e metabólico e os subdividimos em compensados e descompensados segundo à hemoglobina glicada no início e no final do período avaliado. Analisamos os fatores associados ao controle glicêmico. RESULTADOS: Incluímos na análise 73 pacientes. Em média, observamos que houve melhora de parâmetros relacionados com o controle glicêmico, pressórico e lipídico no período médio de 20 meses de tratamento. No início do acompanhamento, 25% estavam com hemoglobina glicada OBJECTIVE: Evaluate the factors influencing blood glucose control of type 2 diabetic patients attended at a tertiary health care center. METHODS: A retrospective study by review of medical records of patients who attended the Diabetes Clinic at the University of Caxias do Sul was carried out. Patients were evaluated for glycaemic and metabolic control and divided according to glycated hemoglobin at the beginning and end of the period in question, in compensated and not compensated. The factors associated with glycaemic control were analyzed. RESULTS: Seventy three patients were included in the analysis. On the average, improvement of parameters related to glycaemic, pressure and lipid control during the average of 20 months of treatment was observed. In the beginning of the follow-up period, 25% of patients had glycated hemoglobin < 7%, 22.7% had LDL cholesterol < 100mg/dL, 8.7% had systolic blood pressure < 130 mmHg and diastolic < 80 mmHg and no patients had all parameters meeting the recommended goals. At the last visit the percentages were, 42.3%, 37.5%, 30.2% and 9.6% respectively. In the multivariate

  6. Aspectos clínico-epidemiológicos associados ao câncer de pênis Clinico-epidemiological aspects associated with penile cancer

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Angela Adamski da Silva Reis

    2010-06-01

    Full Text Available O objetivo desta revisão bibliográfica foi descrever a epidemiologia, o comportamento biológico dos tumores e os fatores de risco para o câncer de pênis, como a infecção pelo HPV. A fimose e os processos de irritação crônica relacionados à má higiene estão comumente associados com esse tumor, enquanto a circuncisão neonatal protege contra a aparição da doença. Existe forte evidência da associação dos HPV 16 e 18 com o carcinoma peniano em mais de 50% dos casos. Pacientes com lesões penianas suspeitas devem se submeter ao exame físico, geralmente sendo este suficiente para determinar o diagnóstico e o estadiamento, assim como auxiliar na escolha terapêutica.The general objective of this article is to review the current literature regarding the epidemiology, biological behavior and risk factors for penile cancer development, such as HPV infection. Phimosis and chronic irritation related to poor hygiene are commonly associated with penile cancer, whereas neonatal circumcision reduces the relative risk for the disease. There is strong evidence that HPV types 16 and 18 are associated with penile carcinoma in as many as 50% of cases. Patients with penile lesions should undergo physical examination, which is often sufficient to diagnose and to define tumor stagging, as well as contributes to decision-making regarding therapeutical approaches and case management.

  7. Fatores associados à internação hospitalar de crianças menores de cinco anos, São Paulo, SP Factors associated to hospitalization of children under five years of age, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jozana do Rosário de Moura Caetano

    2002-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Nos países em desenvolvimento, a infecção respiratória aguda é a principal causa de internação hospitalar de crianças menores de cinco anos, sendo as precárias condições de vida e a falta de acesso a serviços de saúde fatores importantes na determinação dessa ocorrência. O estudo realizado teve por objetivo caracterizar a morbidade hospitalar e identificar os fatores associados à hospitalização de crianças menores de cinco anos. MÉTODOS: Utilizou-se o banco de dados de um estudo transversal sobre condições de vida e saúde de crianças menores de cinco anos do município de Embu, localizado na região metropolitana de São Paulo. O critério de inclusão foi de uma criança por família, por sorteio; o de exclusão foi a falta de dados em qualquer das variáveis incluídas no estudo, cuja amostra estudada totalizou 893 crianças. A coleta de dados foi feita mediante entrevistas domiciliares com a mãe ou o responsável pela criança. Foram usados modelos de regressão logística para identificar fatores associados à hospitalização. RESULTADOS/CONCLUSÕES: Da amostra, 65 (7,3% crianças foram hospitalizadas; 41,5% das crianças internadas apresentavam doenças do aparelho respiratório -- com especial ênfase para a infecção respiratória aguda (27,7%. Os fatores associados à hospitalização incluíram baixo peso ao nascer, intercorrências neonatais, doença crônica, óbito de irmão menor de cinco anos, ser cuidado pela avó durante o dia, elevada densidade domiciliar e maior nível de escolaridade materna.OBJECTIVE: In developing countries acute respiratory infection (ARI is the leading cause of hospitalization among children under five years of age. Their underprivileged life conditions and restricted access to health care services are important determining factors. The objective of the study was to assess hospital morbidity and to identify factors associated to hospitalization of children under five

  8. Fatores ambientais associados à desnutrição infantil em áreas de invasão, Juiz de Fora, MG Environmental factors related to child malnutrition in slums, Juiz de Fora, MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Júlio César Teixeira

    2004-09-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi caracterizar a morbidade por desnutrição crônica e por desnutrição aguda, além de identificar os fatores associados a estas doenças, com ênfase para os fatores ambientais, em crianças com idade entre um ano completo e cinco anos completos, residentes em áreas de invasão. Utilizou-se um delineamento transversal de base populacional em áreas de invasão em Juiz de Fora - MG. O critério de inclusão na amostra foi de uma criança por família, por sorteio. A amostra totalizou 659 crianças. A coleta de dados foi feita mediante entrevistas domiciliares. Foram usados modelos de regressão logística para identificar fatores associados às enfermidades. Da amostra, 74 (11,23% crianças apresentaram desnutrição crônica e 40 (6,07% apresentaram desnutrição aguda. Os fatores ambientais associados à desnutrição crônica incluíram intermitência no fornecimento de água (OR = 2,44, higiene precária da criança antes da alimentação (OR = 2,05 e lançamento das fezes das fraldas das crianças no peridomicílio (OR = 2,60. Nenhuma variável relacionada ao saneamento e à higiene mostrou-se associada a desnutrição aguda.The aim of this study was to characterize the morbidity caused by chronic and acute malnutrition and to identify the factors related to such conditions, with special emphasis on environmental factors, in children from one to five years of age, living in areas occupied by homeless or landless people. A population-based cross-sectional study was carried out in areas taken by homeless or landless people in the region of Juiz de Fora, MG. The inclusion criterion for the sample was drawing one child per family. The sample included 659 children. Data were gathered through household interviews. Logistic regression models were used in order to identify disease-related factors. Of the samples analyzed, 74 children (11.23% were found to have chronic malnutrition and 40 (6.07% of them were found to

  9. Prevalência e fatores associados à inatividade física nos deslocamentos para escola em adolescentes Prevalence of physical inactivity and associated factors among adolescents commuting to school

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carla Menêses Santos

    2010-07-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi verificar a prevalência e identificar fatores associados à inatividade física nos deslocamentos para escola em adolescentes. Trata-se de um estudo epidemiológico transversal baseado na análise secundária de dados de uma amostra de 4.207 adolescentes (14-19 anos. Os dados foram coletados por meio de um questionário previamente validado (GSHS-OMS. Foram classificados como "inativos nos deslocamentos" aqueles que relataram que não se deslocavam ativamente para ir à escola e/ou aqueles que o fazem, mas despendem menos de 20 minutos no trajeto de ida e volta. Observou-se que 43% (IC95%: 41,5-44,5 dos adolescentes são fisicamente inativos nos deslocamentos. Verificou-se que o local de residência e a escolaridade materna foram estatisticamente associados ao desfecho (inatividade física nos deslocamentos para escola (p The aim of this study was to verify the prevalence of physical inactivity and associated factors among adolescents commuting to school. This was an epidemiological study based on secondary data from a sample of 4,207 adolescents (14-19 years. Data were collected through a previously validated questionnaire (GSHS-WHO. Adolescents were classified as "inactive in commuting" when they reported not commuting to school actively (e.g., walking or bicycling and/or spent less than 20 minutes getting to and from school. 43% (95%CI: 41.5-44.5 of adolescents were physically inactive in commuting. Place of residence and maternal schooling were statistically associated with outcome (inactivity in commuting to school (p < 0.01. Among male adolescents, physical inactivity in commuting was significantly associated with age (p = 0.02 and skin color (p = 0.04. Inactivity in commuting was relatively common when compared to other studies.

  10. Aspectos psicológicos de cuidadores associados ao apoio familiar na aderência terapêutica de pacientes diabéticos - doi:10.5020/18061230.2010.p48

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Miriam Teresa Domínguez- Guedea

    2012-01-01

    Full Text Available Objetivo: Analisar a relação de aspectos psicológicos de cuidadores familiares e o apoio que eles/elas oferecem à adesão ao tratamento do paciente diabético. Os aspectos psicológicos foram: bem-estar subjetivo, estilos de apego, estratégias de enfrentamento aos problemas e percepção do apoio social. Métodos: Participaram do estudo 29 cuidadores familiares numa amostra não probabilística. Os participantes foram contatados em três Grupos de Ajuda Mútua para pacientes diabéticos e hipertensos da cidade Hermosillo, México. Questionários elaborados para os fins da pesquisa foram aplicados, bem como instrumentos psicométricos previamente validados no grupo cultural de referência. Resultados: Os achados mostraram que os aspectos psicológicos que têm uma relação estatisticamente significativa e negativa com a adesão ao tratamento são o apego evitativo e os afetos negativos, ambos associados positivamente entre si, indicando que eles acontecem de forma paralela. O apego evitativo mostrou-se associado de forma positiva às estratégias de enfrentamento evasivo e de alteração emocional, mas negativamente associado ao apego seguro e às satisfações materiais. Os afetos negativos associaram-se positivamente com o enfrentamento emocional e de forma negativa com os afetos positivos, satisfações materiais, percepção de apoio emocional e apoio de orientação. Conclusões: São necessárias mais pesquisas aplicadas à influência dos fatores familiares no logro da adesão ao tratamento, pois até o momento a maioria dos trabalhos está centrada muito mais no individuo doente, desconsiderando as características familiares.

  11. Prevalência e fatores associados à violência entre parceiros íntimos: um estudo de base populacional em Lages, Santa Catarina, Brasil, 2007

    OpenAIRE

    2009-01-01

    Estimou-se a prevalência da violência entre parceiros íntimos e os fatores associados em Lages, Santa Catarina, Brasil. Realizou-se um estudo transversal de base populacional domiciliar com mulheres de 20-59 anos (n = 1.042), da zona urbana. As prevalências de agressão verbal, violência física menor e violência física grave foram estimadas pelo questionário Conflict Tactics Scales - Form R. Questões sobre aspectos sócio-econômicos e demográficos foram investigadas. As associações foram testad...

  12. Índice de qualidade da dieta de crianças do Vale do Jequitinhonha Diamantina/MG: fatores associados à adequação

    OpenAIRE

    Lidiane Lopes Moreira

    2011-01-01

    Objetivo: É cada vez mais comum o aparecimento de doenças crônicas não transmissíveis. Uma dieta saudável desde a infância previne doenças e promove saúde para as crianças. O comportamento alimentar tem suas bases fixadas na infância, são valores transmitidos pela família. É fundamental analisar a quantidade e a qualidade dos alimentos que compõem a dieta das crianças. Este trabalho teve como objetivo agrupar fatos sobre a alimentação infantil e verificar os fatores associados através do Í...

  13. Práticas alimentares e fatores associados na população adulta de Goiânia : vigilância por telefone

    OpenAIRE

    Alexandre, Veruska Prado

    2010-01-01

    INTRODUÇÃO: Estudos comprovam a associação entre alimentação e o desenvolvimento das Doenças Crônicas Não Transmissíveis. Neste sentido, destacam-se os sistemas de monitoramento e vigilância à saúde como instrumentos capazes de identificar padrões alimentares na população e, consequentemente, guiar ações e políticas para a área de saúde pública. OBJETIVO: Identificar práticas alimentares e fatores associados na população adulta de Goiânia. MÉTODOS: Estudo transversal realizado por telef...

  14. Prevalência de lesões em corredores de rua e fatores associados: revisão sistemática

    OpenAIRE

    Danilo Gonçalves; Sabrina Weiss Sties; Leonardo Vidal Andreato; Eduardo Eugênio Aranha; Luana Pedrini; Catiane de Oliveira

    2016-01-01

    Objetivo: verificar a prevalência de lesões em corredores de rua, os tipos de lesões, as regiões mais acometidas e quais são os fatores associados. Método: foi realizada uma revisão sistemática nas bases de dados SciELO e LILACS. Foram incluídos estudos que abordaram as lesões em corredores de rua, atletas e amadores, adultos, de ambos os sexos, independente da raça ou classe social. Resultados: a busca de artigos identificou 99 estudos. Após aplicação dos critérios de exclusão, 6 estudos for...

  15. Prevalência e fatores associados à presença de anemia em idosos do município de Viçosa (MG), Brasil

    OpenAIRE

    Clarice Santana Milagres; Keila Bacelar Duarte de Moraes; Sylvia Carmo Castro Franceschini; Luciana Ferreira Rocha Sant’Ana; Luciana Moreira Lima; Andréia Queiroz Ribeiro

    2015-01-01

    Resumo A anemia é o problema hematológico mais comum encontrado na população idosa. Com objetivo de avaliar a prevalência e os fatores associados à anemia em idosos no município de Viçosa (MG), foi realizado um estudo transversal, de base populacional. Os dados foram coletados de junho a dezembro de 2009, mediante inquérito domiciliar e realização de exames bioquímicos em 349 idosos. A prevalência de anemia foi de 11,7% (IC95% 8,3%-15,1%) e mostrou-se mais elevada entre os homens (15,4%), ent...

  16. Autoavaliação do estado de saúde e fatores associados: um estudo em trabalhadores bancários

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Glenda Blaser Petarli

    2015-04-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi verificar como trabalhadores bancários avaliam seu estado de saúde e os principais fatores associados a esse indicador nessa população. Trata-se de um estudo transversal com 525 funcionários de uma rede bancária do Estado do Espírito Santo, Brasil. A magnitude das associações foi avaliada através de regressão logística hierarquizada em níveis. Verificou-se que 17% (n = 87 dos bancários autoavaliaram seu estado de saúde como regular ou ruim. Estiveram associados à pior autoavaliação de saúde o reduzido nível socioeconômico (OR = 1,80; IC95%: 1,06-3,05, o estilo de vida sedentário (OR = 2,64; IC95%: 1,42-4,89, o excesso de peso (OR = 3,18; IC95%: 1,79-5,65, o baixo apoio social (OR = 3,71; IC95%: 2,10-6,58 e a presença de doenças crônicas (OR = 5,49; IC95%: 2,46-12,27. Concluiu-se que, comparado com outras localidades, houve um expressivo número de bancários que autoavaliaram seu estado de saúde como regular ou ruim, e que a presença de doenças crônicas apresentou-se como o fator de maior impacto sobre a forma como o indivíduo avalia sua própria saúde.

  17. Prevalência e fatores de risco associados à infecção por Chlamydophila abortus em granjas suinícolas tecnificadas no Estado de Alagoas, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rômulo M. B. Valença

    2011-01-01

    Full Text Available Objetivou-se com este estudo calcular a prevalência e identificar os fatores de risco associados à infecção por Chlamydophila abortus em suínos criados em granjas tecnificadas no Estado de Alagoas, Brasil. Para compor a amostra do estudo foram utilizados 342 suínos, sendo 312 matrizes e 30 varrões oriundos de sete granjas de ciclo completo e distribuídas em cinco municípios do Estado de Alagoas. O diagnóstico sorológico da infecção por C. abortus foi realizado através da microtécnica de Fixação do Complemento (RFC. A análise dos fatores de risco foi realizada por meio da aplicação de questionários investigativos, constituídos por perguntas objetivas referentes ao criador, às características gerais da propriedade, ao manejo produtivo, reprodutivo e sanitário. Observou-se prevalência de 10,5% (36/342 de suínos soropositivos para a infecção por C. abortus, com 85,8% das granjas analisadas com animais positivos. As variáveis que demonstraram associação significativa foram: utilização de bebedouros comuns para jovens e adultos (p=0,024; OR=10,83; IC=1,36-86,03 e método de cobertura de monta natural associada à inseminação artificial (p=0,05; OR=7,62; IC=1,00-58,31. Relata-se a primeira ocorrência de anticorpos anti-C. abortus em suínos no Brasil. Fatores como a introdução de reprodutores nos plantéis e a forma de fornecimento de água foram evidenciados como facilitadores da infecção das matrizes neste estudo. Dessa forma, medidas de controle da infecção devem ser enfocadas nesse aspecto para evitar a disseminação do agente nas granjas suinícolas e em outros plantéis da região.

  18. Prematuridade e fatores associados em Santa Catarina, Brasil: análise após alteração do campo idade gestacional na Declaração de Nascidos Vivos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Fontoura Freitas

    2015-09-01

    Full Text Available Objetivos:estimar a prevalência de prematuridade e os fatores associados, após a alteração do campo idade gestacional na Declaração de Nascidos Vivos, no Estado de Santa Catarina, Brasil, em 2012.Métodos:estudo seccional com base nos dados do Sistema de Informações de Nascidos Vivos (SINASC. Razões de Prevalência (RP de prematuridade, brutas e ajustadas, por Regressão de Cox Robusta para o ano de 2012, foram calculadas e os resultados comparados aqueles reportados para 2005.Resultados:as taxas de prematuridade aumentaram de 6,1%, em 2005, para 10,6% em 2012. Ao se comparar os dois anos, maiores diferenças foram encontradas entre as mulheres com menor número de consultas pré-natal, menor nível de escolaridade e de cor não branca. Após o ajuste pelos fatores de confusão, as taxas de prematuridade se mostraram associadas à menor frequência de consultas de pré-natal (RP=2,64; IC95%: 2,58-3,28, menor escolaridade (RP= 1,65; IC95%: 1,11-2,45, idade materna <20 anos (RP= 1,24; IC95%: 1,17-1,31 e maior que 39 anos (RP= 1,32; IC95%: 1,17-1,49 e de cor não branca (RP=1,14; IC95%: 1,07-1,21.Conclusões:mudanças no campo idade gesta-cional, agora preenchido como semanas completas de gestação, resultaram em medidas mais confiáveis das taxas de prematuridade no Brasil.

  19. Identificação de rotavirus associado ao sorotipo G2 em Yucatan, México

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gonzales-loza María del R.

    2000-01-01

    Full Text Available Neste estudo reporta-se a identificação de rotavirus sorotipo G2 proveniente de amostras fecais de crianças com gastroenterite, da Cidade de Mérida, Yucatán, México. O diagnóstico virológico foi feito através da eletroforese em gel de poliacrilamidia e ensaio imunoenzimático. Das 149 amostras estudadas, 25 (16,7% foram positivas para rotavirus do grupo A; dessas 23 (92% foram sorotipo G2, subgrupo I e padrão eletroforético curto e 2 (8% subgrupo II e padrão eletroforético longo, porém, não foi possível determinar o sorotipo G. Desde 1985, até hoje, foi a única vez que o sorotipo G2 foi identificado, em mais de 90% das amostras analisadas. Acredita-se que, provavelmente, nos últimos anos tem acumulado na população, um grupo de pessoas suscetíveis ao sorotipo de RV, e num futuro poderia ter um surto importante de gastroenterite, associado ao sorotipo G2 de rotavirus.

  20. Bem-estar psicológico de jovens de 18 a 24 anos: fatores associados Psychological well-being of young people 18 to 24 years of age and associated factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciano Dias de Mattos Souza

    2012-06-01

    Full Text Available Esta investigação visou identificar os fatores associados ao bem-estar psicológico em jovens de 18 a 24 anos de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil. Em estudo transversal de base populacional, 1.621 jovens responderam a um questionário estruturado com questões referentes a dados sociodemográficos, prática de religião, trabalho remunerado, uso de substâncias e o Mini International Neuropsychiatric Interview (MINI para avaliação dos transtornos psiquiátricos. A Escala de Faces de Andrews avaliou o bem-estar psicológico. A regressão de Poisson foi utilizada para análise multivariada. Dos entrevistados, 85,3% apresentaram bem-estar psicológico, que esteve associado ao não uso de drogas ilícitas, ao trabalho remunerado, à prática de religião, às classes socioeconômicas A e B, à alta escolaridade e a não presença de transtornos psiquiátricos. Programas que visem à redução da pobreza, incentivo à educação, identificação e prevenção de uso de drogas em jovens são de extrema importância para a melhoria do bem-estar psicológico e prevenção da saúde.This study aimed to identify factors associated with psychological well-being among young people 18 to 24 years of age in Pelotas, Rio Grande do Sul State, Brazil. In a population-based cross-sectional study, 1,621 subjects answered a structured questionnaire on socio-demographic data, religion, employment, and substance use, as well as the Mini International Neuropsychiatric Interview (MINI to assess psychiatric disorders. The Faces Scale (Andrews was used to evaluate psychological well-being. Poisson regression was used for multivariate analysis. Of the total sample, 85.3% displayed psychological well-being, which was positively associated with non-use of illicit drugs, current employment, religion, socioeconomic status (classes A and B, higher educational levels, and absence of psychiatric disorders. Programs to reduce poverty and encourage education and

  1. Excesso de peso em crianças de pré-escolas: prevalência e fatores associados Excess weight in preschoolers: prevalence and associated factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ilaine Schuch

    2013-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estudar a prevalência e os fatores associados ao excesso de peso em crianças matriculadas em escolas públicas dos estados do Rio Grande do Sul (RS e Santa Catarina (SC. MÉTODOS: Realizou-se estudo transversal com crianças de idade entre quatro e seis anos. O desfecho estudado foi o excesso de peso, definido através do escore Z > 2DP para o Índice de Massa Corporal (IMC/idade, em comparação com a população de referência da OMS 2006/2007. As medidas antropométricas de massa corporal e altura foram aferidas em duplicata, utilizando-se técnicas padronizadas conforme a Organização Mundial de Saúde (OMS. Os dados foram duplamente digitados utilizando o software EPI-INFO, versão 6.04. Foram calculadas frequências absolutas e relativas e médias (DP. Associações entre excesso de peso e demais variáveis foram avaliadas em modelo de Poisson de variância robusta. Foi utilizado o programa STATA versão 12.0 (p OBJECTIVE: To study the prevalence and factors associated with excess weight in children enrolled in public schools in the states of Rio Grande do Sul (RS and Santa Catarina (SC. METHODS: This was a cross-sectional study, carried out with children aged 4 to 6 years. The studied outcome was excess weight, defined by z-score > two standard deviations for body mass index (BMI/age, compared with the World Health Organization (WHO reference population of 2006/2007. Anthropometric measurements of body mass and height were measured in duplicate using standard techniques, in accordance with the WHO. Data were double entered using EPI-INFO software, release 6.04. Absolute and relative frequencies were calculated, as well as mean values and standard deviations. Associations between excess weight and other variables were assessed by using Poisson model with robust variance. STATA software release 12.0 was used (p < 0.05. RESULTS: A total of 4,914 children were evaluated (2,578 in RS and 2,336 in SC. In RS, the incidence of excess

  2. Fatores associados a alteração da linguagem em crianças pré-escolares Factors associated to language disorders in preschool children

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Coelho de Paula Mendes

    2012-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar fatores associados à alteração da linguagem entre variáveis sociais e nutricionais de pré-escolares. MÉTODOS: Estudo transversal realizado com 126 crianças com idade entre 6 meses e 6 anos da região sul do município de São Paulo. Utilizou-se o Teste de Triagem de Desenvolvimento de Denver II para detectar risco de linguagem. O resultado do teste foi comparado com as seguintes variáveis: idade, gênero, escolaridade da mãe, estado nutricional da criança, número e ordem de nascimento dos filhos e anemia. Os resultados receberam análise estatística. RESULTADOS: Segundo o teste de Denver II, dos 126 sujeitos da pesquisa 18,3% apresentaram risco para linguagem e 9,5% anemia. Não houve diferença entre os grupos risco e não risco para as variáveis idade, estado nutricional, escolaridade da mãe e gênero. Para as variáveis número de filhos, ordem de nascimento e presença de anemia, ao contrário, houve diferença entre os grupos risco e não risco. CONCLUSÃO: O maior risco para aquisição e desenvolvimento de linguagem centrou-se no grupo de anêmicos, filhos mais velhos e com menos de quatro irmãos. Estudos semelhantes são fundamentais para detectar possíveis alterações no desenvolvimento da linguagem e, consequentemente, na aprendizagem e futuro desempenho social da criança.PURPOSE: To identify factors related to language disorders among social and nutritional variables in preschoolers. METHODS: Cross-sectional study carried out with 126 children from the south region of the city of São Paulo, with ages ranging from 6 months to 6 years. The Denver II Developmental Screening Test was administered to detect the risk for language disorders. The test results were compared to the following variables: age, gender, mother's level of education, child nutritional status, number and order of children's birth, and anemia. Results were statistically analyzed. RESULTS:According to the Denver II test, 18.3% of

  3. Efeito da suplementação de colecalciferol nos RNA mensageiros urinários associados ao podócito em pacientes com doença renal crônica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Rodolfo Teló Timm

    2016-06-01

    Full Text Available RESUMO Introdução: A vitamina D reduz a albuminúria em pacientes com doença renal crônica (DRC, mas o seu efeito sobre os podócitos glomerulares ainda não é claro. Objetivos: Avaliar se a suplementação de colecalciferol reduz os RNAm urinários associados ao podócito em pacientes com DRC. Métodos: Vinte e sete pacientes com DRC estágios 2 a 4 e níveis sub-ótimos de 25-hidroxi-vitamina D [25(OHD] sérica foram tratados com colecalciferol por seis meses. Foram medidos antes e após a intervenção a 25(OHD sérica e o RNAm urinário da nefrina, podocina, podocalixina, receptor transitório potencial do canal de cátions, subfamília C, membro 6 (TRPC6, fator A de crescimento do endotélio vascular (VEGF-A e fator de crescimento transformador beta (TGF-β1. Resultados: A TFGe reduziu em média 4,71 mL/min/1,73 m2 (p = 0,010 vs. basal, sendo 28 ± 16 mL/min/1,73 m2 aos seis meses. Os RNAm dos produtos do podócito na urina não tiveram alteração significativa após o tratamento. Entretanto, pacientes que atingiram níveis de 25(OHD ≥ 20 ng/mL aos 6 meses tiveram tendência de redução do RNAm da nefrina e da podocina na urina; nos pacientes em que a 25(OHD permaneceu < 20 ng/mL houve aumento significativo da podocalixina, e tendência de maior expressão do RNAm da nefrina e da podocina. Conclusão: A reposição de colecalciferol por seis meses não teve efeito sobre os RNAm associados ao podócito nestes pacientes com DRC avançada. O efeito protetor da vitamina D ou seus análogos sobre o podócito glomerular deve ser investigado em estágios mais precoces da DRC e com maior tempo de tratamento.

  4. Factors associated to Theileria equi in equids of two microregions from Rio de Janeiro, Brazil Fatores associados à Theileria equi em equídeos de duas microrregiões do Rio de Janeiro, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tiago Marques dos Santos

    2011-09-01

    Full Text Available Serum samples from 714 equids of Itaguaí and Serrana microregions, Rio de Janeiro, southeastern Brazil, were examined by indirect fluorescent antibody test (titer 1:80 for Theileria equi. The prevalence in the microregions and factors associated with seropositivity were evaluated and the prevalence ratio (PR calculated. The overall prevalence of T. equi infection was 81.09% (n = 579, with higher prevalence (p Amostras de soro de 714 equídeos das microrregiões de Itaguaí e Serrana, Rio de Janeiro, Brasil, foram submetidas ao teste de imunofluorescência indireta (título 1:80 para Theileria equi. A prevalência entre as microrregiões e os fatores associados à soropositividade foram avaliados e a razão de prevalência (RP calculada. A prevalência geral para T. equi foi de 81,09% (n = 579, com maior prevalência (p < 0,05 para microrregião de Itaguaí (85,43%, quando comparado a Serrana (76,92%. A região, altitude, nível da propriedade e origem dos equídeos foram associados (p < 0,05 com a soropositividade para T. equi. Equídeos criados na microrregião de Itaguaí (RP = 1,11; p = 0,003 e em altitudes abaixo de 500 m (RP = 1.10; p = 0,014 apresentaram maior chance de se tornarem soropositivos para T. equi. Além disso, quando são criados em propriedades de nível ruim (RP = 1,13; p = 0,018 e nascidos na propriedade (RP = 1,10; p = 0,008 apresentaram mais chance de terem contato com T. equi. As principais espécies de carrapatos encontradas parasitando os equídeos foram Amblyomma cajennense e Dermacentor (Anocentor nitens. As microrregiões estudadas são endêmicas para theileriose equina e de estabilidade enzoótica para T. equi. Apenas os fatores relacionados à área de coleta das amostras de soro influenciaram a soropositividade dos equídeos para T. equi naquela região.

  5. Qualidade do ambiente e fatores associados: um estudo em crianças de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil Quality of the environment and associated factors: a pediatric study in Pelotas, Rio Grande do Sul, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria de Fátima Duarte Martins

    2004-06-01

    Full Text Available Descrever e identificar fatores que possam estar associados à qualidade do ambiente e características das crianças expostas, em Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil. Trata-se de um estudo prospectivo de caráter populacional, incluindo 630 crianças da coorte de nascimentos de 1993. No ano de 1998 avaliou-se, entre outras informações, a qualidade do ambiente, medida através do Home Observation for the Measurement of the Environment. Os dados foram analisados por meio de análise univariada. A associação entre as variáveis e o desfecho foi avaliada por meio das razões de prevalência, dos intervalos de confiança em 95% e do qui-quadrado. Realizou-se a regressão logística seguindo modelo hierarquizado. Constatou-se que 97 crianças (15% viviam em ambiente negativo. Encontraram-se oito fatores de risco associados à qualidade do ambiente: baixa renda familiar mensal, baixa escolaridade materna, sexo masculino, casas com mais de sete residentes, número de irmãos maior ou igual a quatro, uso de tabaco na gestação, crianças que dormem na cama dos pais aos 4 anos e mães com presença de transtornos psiquiátricos.This study aims to describe and identify factors associated with environmental quality and characteristics of children exposed to environmental risk factors in Pelotas, Rio Grande do Sul, Brazil. This was a prospective, population-based study, including 630 children from the 1993 birth cohort. During the year 1998, environmental quality and other information were assessed using the Home Observation for the Measurement of the Environment. Data were submitted to univariate analysis. The association between the variables and the outcome was evaluated through prevalence ratios, 95% confidence intervals, and chi-square. Logistic regression was performed according to a hierarchical model. Some 97 children (15% were living in negative environments. Eight risk factors were associated with environmental quality: low monthly family

  6. Factors related to periodontal disease in a rural population Fatores associados à doença periodontal em uma população rural

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Taíze Cassia Nascimento de Macêdo

    2006-09-01

    Full Text Available To estimate the prevalence and related aspects of periodontitis in a rural area of the State of Bahia, Brazil, this cross-sectional study was carried out in the village of Matinha dos Pretos, Feira de Santana County, Bahia, among 172 subjects ranging from 20 to 60 years of age. During household visits, a full-mouth periodontal exam was performed on each subject, who also answered a questionnaire about socio-demographic, economic and health-related issues. The factors assessed were plaque index, bleeding on probing index, probing depth, gingival recession or hyperplasia measurements. Clinical attachment loss was also calculated. The multivariate logistic regression method was used to evaluate the relative contribution of these factors to the periodontitis condition. The prevalence of periodontitis was 24.4%. The following factors were all positively associated with the presence of periodontitis: being male (OR = 1.58; 1.00 - 2.53, being 30 years of age or older (OR = 2.80; 1.00 - 7.39, living in a house where there was more than one person per room (OR = 1.53; 0.96 - 2.45, being a cigarette or pipe smoker or ex-smoker (OR = 1.49; 0.92 - 2.39, having a plaque index of over 65% (OR = 2.97; 2.72 - 7.39 and more than four missing teeth (OR = 1.51; 0.82 - 2.78. The authors concluded that socioeconomic and biological factors, especially poor oral hygiene and older age, are positively associated with periodontitis in the rural population of a small village in the county of Feira de Santana, State of Bahia, Brazil.Para estimar a prevalência e os fatores associados à periodontite em uma área rural do Estado da Bahia foi realizado um estudo transversal com 172 indivíduos, de 20 a 60 anos de idade residentes no povoado de Matinha dos Pretos, Feira de Santana (BA. Durante visitas domiciliares, um exame clínico periodontal completo foi realizado para cada indivíduo, que também respondeu a um questionário a respeito de fatores sociodemográficos, econ

  7. Prevalência de sobrepeso e obesidade e fatores associados em escolares de área urbana de Chilpancingo, Guerrero, México, 2004 Prevalence of overweight and obesity, and associated factors in school children from urban area in Chilpancingo, Guerrero, Mexico, 2004

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suzana Alves de Moraes

    2006-06-01

    Full Text Available Investigou-se a prevalência de sobrepeso e obesidade e respectivos fatores associados em escolares mexicanos. O estudo teve delineamento transversal e amostra composta por 700 escolares. As prevalências de sobrepeso e obesidade foram calculadas segundo sexo e idade, e as medidas de associação (odds ratios estimadas por pontos e por intervalos, utilizando-se a regressão logística multivariada. Para o conjunto de escolares, as prevalências de sobrepeso e obesidade foram 28,1% e 13,7%, respectivamente. Os fatores de risco para o sobrepeso foram: "número de anos de escolaridade da mãe"; "hábito de comer enquanto estuda ou assiste à TV"; "escores de freqüência de consumo de alimentos de risco > 12 pontos"; "atividades sedentárias > 1,6 horas/dia" e "peso ao nascer > 2.890 gramas". Os fatores de risco para a obesidade foram semelhantes àqueles detectados para o sobrepeso. Maior freqüência de atividades esportivas foi identificada como fator de proteção para ambos os desfechos. A detecção dos principais fatores associados ao sobrepeso e à obesidade indica o direcionamento de intervenções para a prevenção de doenças crônicas nessa população, cujos fatores de risco já podem ser identificados a partir da infância.This study aimed to investigate the prevalence rates for overweight and obesity among Mexican schoolchildren, identifying factors associated with the outcomes. A cross-sectional study was conducted in a sample consisting of 700 schoolchildren. Prevalence rates were calculated according to age and gender, and odds ratios were estimated by point and intervals, using multivariate logistic regression. Overweight and obesity prevalence were 28.1% and 13.7%, respectively. Risk factors for overweight were: mother's schooling (in years; eating while studying or watching TV; scores for risk food items > 12 points; sedentary activities > 1.6 hours/day, and birth weight > 2,890 grams. Obesity risk factors were similar to

  8. Percepção do consumidor frente aos riscos associados aos alimentos, sua segurança e rastreabilidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Cunha de Andrade

    2013-09-01

    mostrou relevante nos três grupos, pois esta deve contribuir para o recolhimento mais eficiente de produtos, caso seja necessário. No entanto, sob a ótica do consumidor, a rastreabilidade leva ao aumento dos preços, embora aumente a confiança em relação à segurança dos alimentos. Muitas das preocupações dos consumidores refletem as informações publicadas em revistas e jornais, como o caso da crença de que hormônios são utilizados na cadeia da carne de frango. Indústria e varejistas devem incrementar a comunicação de informações científicas sobre a segurança dos alimentos, contribuindo, assim, na educação do consumidor.

  9. Chronic pain, associated factors, and impact on daily life: are there differences between the sexes? Dor crônica, fatores associados e influência na vida diária: existe diferença entre os sexos?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Érica Brandão de Moraes Vieira

    2012-08-01

    Full Text Available This pioneering cross-sectional study in São Luís, Maranhão State, Brazil, aimed to compare men and women with chronic pain by identifying associated factors and characterizing the pain and its impact on daily life. Considering an expected prevalence of 25%, 95% confidence interval, and 3% precision, a cluster sample of 1,597 individuals was selected. The descriptive analysis showed a predominance of women, age bracket of 18 to 29 years, and brown skin color. Prevalence of chronic pain was higher in women than in men. Risk factors were analyzed with logistic regression. Increasing age was an associated risk factor for chronic pain in both sexes. In women, 12 or more years of schooling were associated with lower prevalence of chronic pain, and divorce or widowhood was associated with higher prevalence. Lower back pain and headache were the two most frequently reported sites. There was no difference between the sexes in time since onset or intensity of pain. Chronic pain had a greater impact on daily life for women and generated more feelings of sadness.Estudo transversal, pioneiro em São Luís, Maranhão, Brasil, com o objetivo de comparar homens e mulheres com dor crônica por meio da identificação dos fatores associados, caracterização da dor e influência na vida diária. Considerando a prevalência de 25%, nível de 95% de confiança e precisão de 3% foram entrevistadas 1.597 pessoas selecionadas por amostragem do tipo conglomerado. Na análise descritiva houve predomínio do sexo feminino, faixa etária entre 18 e 29 anos e cor parda. A prevalência de dor crônica foi maior nas mulheres em relação aos homens. Utilizou-se regressão logística para análise dos fatores de risco. Maior idade foi um fator associado à dor crônica em ambos os sexos. Nas mulheres, escolaridade a partir de 12 anos de estudos associou-se à menor prevalência, e estar divorciada/viúva e desempregada à maior prevalência de dor crônica. As regi