WorldWideScience

Sample records for fadiga em pacientes

  1. Associação entre fadiga e capacidade funcional em pacientes com claudicação intermitente

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Letícia de Carvalho Batista

    2015-10-01

    Full Text Available RESUMOObjetivo:caracterizar fadiga e fadiga ao esforço em pacientes com claudicação intermitente (CI e testar sua associação com variáveis sociodemográficas e clínicas, capacidade de locomoção e nível de atividade física.Método:foram avaliados 49 participantes (66,6 anos; 70% do sexo masculino. Foram utilizados instrumentos validados para avaliar fadiga (DUFS, fadiga ao esforço (DEFS, nível de atividade física (BASIC e capacidade de locomoção (WIQ.Resultados:os participantes apresentaram fadiga substancial (DUFS = 20,4 + 8,8 e fadiga substancial ao esforço (DEFS = 20,4 + 10,8. Observou-se associação da DUFS com convivência marital (p = 0,008. Houve associação estatisticamente significativa da DEFS com escores da BASIC (r = 0,331; p = 0,02 e dos domínios distância caminhada (r = 0,359; p = 0,011 e subir escadas (r = 0,331; p = 0,02 do WIQ.Conclusão:pacientes com CI apresentam fadiga e fadiga ao esforço. É possível que a fadiga ao esforço comprometa o engajamento desses pacientes na prática de atividade física, um dos principais componentes do tratamento da CI.

  2. Fadiga em idosos em tratamento quimioterápico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thalyta Cristina Mansano-Schlosser

    2014-07-01

    Full Text Available Pesquisa com delineamento transversal, realizada de agosto a dezembro de 2010, que objetivou identificar a presença e intensidade da fadiga em 140 idosos (média de idade 69,8 anos, 52,1% do sexo feminino com diagnóstico de câncer, em tratamento quimioterápico ambulatorial. Utilizou-se um questionário para caracterização sociodemográfica e clínica e a Escala de Fadiga de Piper-revisada. Identificou-se a presença de fadiga em 60 idosos (42,9% e a causa atribuída foi o câncer (64,1%, a quimioterapia (32,8% e o tratamento (3,1%. Como fator de alívio, os idosos entrevistados relataram "dormir", "rezar" e "morrer", enquanto 45% deles disseram "não ter o que fazer", pois a fadiga não poderia ser aliviada. Espera-se que este estudo alerte os profissionais de enfermagem para a relevância da fadiga e os estimule a identificar e realizar intervenções de enfermagem que visem o adequado manejo desse sintoma no paciente idoso oncológico.

  3. Fadiga em adultos acompanhantes de pacientes em tratamento ambulatorial Fatiga en adultos acompañantes de pacientes en tratamiento en ambulatorios Fatigue in adults accompanying patients in outpatient treatment

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Natália Fialho Mota

    2010-06-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Descrever a fadiga e fadiga ao esforço em pessoas sem doenças crônicas e verificar associação entre fadiga ou fadiga ao esforço e sexo, idade, escolaridade, convivência marital, depressão, atividade física, tabagismo, Índice de Massa Corporal (IMC, dispnéia e depressão. MÉTODOS: Estudo descritivo abragendo 93 acompanhantes de pacientes ambulatoriais que informaram sobre tabagismo, fadiga, fadiga ao esforço, depressão, e atividade física. RESULTADOS: Dos 93 voluntários (65,6% mulheres, média de idade 33,4±10,1 anos, 52,7% tinham fadiga e 34,4% fadiga ao esforço. O escore médio de fadiga foi 16,3±6,6 (escala de 8 a 40 e de fadiga ao esforço 12,6±4,4 (escala de 9 a 45. A fadiga foi mais intensa (p=0,005 e mais freqüente (p=0,001 nas mulheres e correlacionou-se positivamente com depressão (r s=0,47; p=0,000. A fadiga ao esforço correlacionou-se positivamente com depressão (r s=0,39; p=0,000 e foi mais freqüente entre as mulheres (p=0,001. CONCLUSÃO: As características da fadiga em amostra de acompanhantes de pacientes são semelhantes às de pacientes com doenças crônicas. A interpretação de dados sobre fadiga em doenças crônicas precisaria considerar dados de fadiga na população geral.OBJETIVOS: Describir la fatiga y la fatiga por esfuerzo en personas sin enfermedades crónicas y, verificar la asociación entre fatiga o fatiga por esfuerzo con sexo, edad, escolaridad, convivencia marital, depresión, actividad física, tabaquismo, Índice de Masa Corporal (IMC, disnea y, depresión. MÉTODOS: Es un estudio descriptivo abarcando 93 acompañantes de pacientes de ambulatorios que informaron sobre tabaquismo, fatiga, fatiga por esfuerzo, depresión y, actividad física. RESULTADOS: De los 93 voluntarios (65,6% mujeres, promedio de edad 33,4±10,1 años, 52,7% tenían fatiga y 34,4% fatiga por esfuerzo. El puntaje promedio de fatiga fue 16,3±6,6 (escala de 8 a 40 y de fatiga por esfuerzo 12,6±4

  4. Avaliação do Impacto de uma Intervenção em Gestão de Stress em Pacientes com Fadiga Oncológica a Realizar Radioterapia: Resultados Preliminares

    OpenAIRE

    Cláudia Ng Deep; Isabel Leal; Ivone Patrão

    2012-01-01

    Objetivo: Este trabalho apresenta os resultados preliminares da avaliação do impacto de uma intervenção em gestão do stress cognitivo-comportamental (IGSCC) sobre padrões de regulação emocional (ansiedade, depressão e stress) e resiliência em pacientes com fadiga oncológica e em radioterapia. Método: Comparam-se os resultados entre um grupo de controlo (20 participantes submetidos ao tratamento convencional de radioterapia sem IGSCC) e um grupo experimental (20 participantes submetid...

  5. Avaliação do impacto de uma intervenção em gestão de stress em pacientes com fadiga oncológica a realizar radioterapia: Resultados preliminares

    OpenAIRE

    Cláudia Ng Deep; Isabel Leal; Ivone Patrão

    2012-01-01

    Objetivo: Este trabalho apresenta os resultados preliminares da avaliação do impacto de uma intervenção em gestão do stress cognitivo-comportamental (IGSCC) sobre padrões de regulação emocional (ansiedade, depressão e stress) e resiliência em pacientes com fadiga oncológica e em radioterapia. Método: Comparam-se os resultados entre um grupo de controlo (20 participantes submetidos ao tratamento convencional de radioterapia sem IGSCC) e um grupo experimental (20 participantes submetid...

  6. Análise da associação da fadiga com variáveis clínicas e psicológicas em uma série de 371 pacientes brasileiros com artrite reumatoide

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Washington A. Bianchi

    2014-06-01

    Full Text Available Objetivos: A fadiga é um sintoma altamente subjetivo e extremamente comum em pacientes com artrite reumatoide, embora seja difícil de caracterizar e definir. O objetivo desse estudo foi avaliar a fadiga em uma coorte de pacientes brasileiros e analisar a relação entre fadiga e variáveis específicas da doença. Métodos: Foram prospectivamente investigados 371 pacientes brasileiros diagnosticados com artrite reumatoide, de acordo com os critérios de classificação do Colégio Americano de Reumatologia de 1987. Dados demográficos, clínicos e laboratoriais foram obtidos dos registros clínicos. Foram registrados o número de articulações dolorosas, índice de massa corporal, duração da doença, qualidade de vida, capacidade funcional, ansiedade e depressão. A fadiga foi avaliada com o uso da subescala específica da escala Fatigue Assessment of Chronic Illness Therapy (FACIT-FATIGUE. Resultados: O escore mediano para fadiga foi 42 (10, negativamente correlacionado com a capacidade funcional (-0,507; p < 0,001, ansiedade e depressão (-0,542 e -0,545; p < 0,001, respectivamente e predominantemente com o domínio físico do questionário Short Form-36 para qualidade de vida (SF-36P: 0,584; p < 0,001. Não houve correlação entre os escores e a velocidade de sedimentação das hemácias (-0,118; p <0,05, proteína C reativa (-0,089; p < 0,05, atividade da doença (-0,250;p < 0,001 ou número de articulações dolorosas (-0,135; p < 0,01. Para todas as medidas foi aplicado um intervalo de confiança de 95%. Conclusões: Nesta série de pacientes brasileiros com artrite reumatoide, sugerimos um novo significado para as queixas de fadiga como um parâmetro independente não relacionado com o número de articulações dolorosas ou escores de atividade inflamatória. Parece haver maior relação entre transtornos psicológicos e funcionais com a fadiga. Seriam importantes novos estudos e uso rotineiro de medidas padronizadas para a

  7. Avaliação da intervenção cognitivo-comportamental em gestão do stress em pacientes com fadiga oncológica, em radioterapia

    OpenAIRE

    Cláudia Ng Deep; Isabel Leal; Ivone Patrão

    2014-01-01

    Apresentam-se os resultados relativos a padrões de regulação emocional, percepção e satisfação com o suporte social após intervenção cognitivo-comportamental em gestão do stress (IGSCC) em pacientes em radioterapia com fadiga oncológica. Compara-se o grupo de controlo (n=35 radioterapia sem IGSCC) e o grupo experimental (n=35 radioterapia com IGSCC) no início e fim do tratamento tendo em conta variáveis sociodemográficas, Escala de ansiedade, depressão e stress, Escala de perceção e satisfaçã...

  8. Avaliação da intervenção cognitivo-comportamental em gestão do stress em pacientes com fadiga oncológica, em radioterapia

    OpenAIRE

    Cláudia Ng Deep; Isabel Leal; Ivone Patrão

    2014-01-01

    Apresentam-se os resultados relativos a padrões de regulação emocional, percepção e satisfação com o suporte social após intervenção cognitivo-comportamental em gestão do stress (IGSCC) em pacientes em radioterapia com fadiga oncológica. Compara-se o grupo de controlo (n=35 radioterapia sem IGSCC) e o grupo experimental (n=35 radioterapia com IGSCC) no início e fim do tratamento tendo em conta variáveis sociodemográficas, Escala de ansiedade, depressão e stress, Escala de perceção e satisfaçã...

  9. Fatigue in colorectal cancer patients: prevalence and associated factors Fatiga en pacientes con cáncer cuello rectal: superioridad y factores asociados Fadiga em pacientes com câncer colorretal: prevalência e fatores associados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dálete Delalibera Corrêa de Faria Mota

    2012-06-01

    %; cuando ninguno estaba presente, la probabilidad fue del 8%. La especificidad y sensibilidad del modelo fueron, respectivamente, 81,9 y 58,6%. Conociéndose la probabilidad de fatiga, por medio de la evaluación de depresión, funcionalidad y perjuicio del sueño, se vuelve posible la implementación de estrategias de prevención y tratamiento en la clínica.Os objetivos deste estudo foram identificar a prevalência e os preditores de fadiga em pacientes com Câncer Colorretal (CCR. Trata-se de estudo seccional com 157 pacientes ambulatoriais com CCR (idade 60±11,7 anos; 54% homens; estádio câncer IV 44,8%. A Escala de Fadiga de Piper - Revisada foi utilizada para avaliar fadiga. Dados sociodemográficos, clínicos, depressão, funcionalidade, dor e sono foram avaliados. A associação entre variáveis foi realizada por regressão logística. Fadiga foi reportada por 26,8% pacientes. Pela regressão logística identificaram-se três preditores: depressão (OR: 4,2; 95%IC 1,68-10,39, funcionalidade (OR: 3,2; 95%IC 1,37-7,51 e prejuízo do sono (OR: 3,2; 95%IC 1,30-8,09. Quando todos preditores estavam presentes, a probabilidade de ocorrência de fadiga foi de 80%; quando nenhum estava presente, a probabilidade foi de 8%. A especificidade e sensibilidade do modelo foram, respectivamente, 81,9 e 58,6%. Conhecendo-se a probabilidade de fadiga, por meio da avaliação de depressão, funcionalidade e prejuízo do sono, torna-se possível a implementação de estratégias de prevenção e tratamento na clínica.

  10. Co-morbidade fadiga e depressão em pacientes com câncer colo-retal Enfermedad concomitante: fatiga y depresión en pacientes con cáncer colon-rectal Comorbidities between fatigue and depression in patients with colorectal cancer

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliano dos Santos

    2009-12-01

    Full Text Available O estudo teve como objetivos caracterizar e identificar a comorbidade entre fadiga e depressão em pacientes com câncer colorretal. A amostra não-probabilística foi de 154 pacientes ambulatoriais (53% homens; idade média 49,6±11,7 anos; escolaridade média 8,9±5,4 anos. A fadiga foi avaliada pela Escala de Fadiga de Piper Revisada e o humor pelo Inventário de Depressão de Beck. A Fadiga foi relatada por 76 (49,4% pacientes e foi intensa (escore total > 6 para 19,7% deles. Escores que sugerem depressão (IDB>20 foram encontrados em 11 (7,1% pacientes. Fadiga e depressão estavam correlacionadas (r=0,395; p 0,001. A co-morbidade fadiga moderada/intensa e disforia/depressão ocorreu em 12,3%. A Fadiga estava presente na totalidade dos doentes deprimidos (100%, e a depressão ocorreu em 18% dos doentes fatigados. Fadiga e depressão são fenômenos relacionados, a sua comorbidade pode ser muito deletéria ao doente; a depressão foi mais importante para a ocorrência de fadiga do que a fadiga para a depressão.El estudio tuvo como objetivos caracterizar e identificar la relación entre la fatiga y la depresión en pacientes con cáncer colon-rectal. La muestra no probabilística fue de 154 pacientes de ambulatorio (53% hombres; edad promedio 49,6±11,7 años; escolaridad promedio 8,9±5,4 anos. La fatiga fue evaluada por la Escala de Fatiga de Piper Revisada y el humor por el Inventario de Depresión de Beck. La Fatiga fue relatada por 76 (49,4% pacientes y fue intensa (puntaje total > 6 para 19,7% de ellos. Puntajes que sugieren depresión (IDB>20 fueron encontrados en 11 (7,1% pacientes. La fatiga y la depresión estaban correlacionados (r= 0,395; p 0,001. La enfermedad concomitante fatiga moderada/intensa y disforia/depresión ocurrió en 12,3%. La Fatiga estaba presente en la totalidad de los enfermos deprimidos (100%, y la depresión ocurrió en 18% de los enfermos fatigados. Fatiga y depresión son fenómenos relacionados

  11. Atividade física e níveis de fadiga em pacientes portadores de câncer Actividad física y niveles de fatiga en pacientes portadores de cáncer Physical activity and levels of fatigue in cancer patients

    OpenAIRE

    Battaglini, Claudio L.; Martim Bottaro; Campbell, Justin S.; Jefferson Novaes; Roberto Simão

    2004-01-01

    OBJETIVO: O presente estudo teve como objetivo relacionar as adaptações fisiológicas proporcionadas pela atividade física e os níveis de fadiga em pacientes portadores de câncer. MATERIAL E MÉTODOS: Vinte e sete pacientes (56,7 ± 14,8 anos) diagnosticados com câncer e que participavam de tratamento de quimioterapia, de radiação ou de uma combinação desses dois tipos de tratamentos foram os voluntários neste projeto. Todos os pacientes participaram de duas avaliações físicas: uma antes do iníc...

  12. Fadiga em plataformas offshore fixas com modelos em elementos finitos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberto Taier

    2002-09-01

    Full Text Available Quatro juntas tubulares de uma plataforma offshore fixa foram modeladas em elementos finitos para o cálculo das vidas à fadiga e comparação com os resultados obtidos através de modelos convencionais em elementos de barras. Foram também cotejados os fatores de concentração de tensões (SCF's, obtidos com base nas formulações paramétricas, com os calculados através dos modelos em elementos finitos. Os objetivos foram averiguar a validade do refinamento do cálculo da fadiga em juntas críticas da plataforma e avaliar as suas conseqüências na elaboração do plano de inspeção. Os resultados permitiram concluir que a análise por elementos finitos torna-se recomendada para juntas que não apresentam tipo e/ou comportamento compatíveis com as configurações padronizadas, normalmente utilizadas pelos programas. Das quatro juntas analisadas, duas delas não necessitariam fazer parte do plano de inspeção da plataforma.Four tubular joints of a fixed offshore platform were modelled using finite elements to evaluate respective fatigue lifes and comparison with the results obtained from conventional models in frame elements. Stress concentration factors (SCF's calculated from parametric formulas were also compared with those obtained from finite elements models. The results of this work have the intention of verifying the validity of the refinement of fatigue analysis on critical joints of the platform and the evaluation of its consequences in the inspection plan. Obtained results show that finite elements analysis is recommended for joints whose type and/or behaviour is not consistent with standard models, used by computational programs. From four analised joints, two of them would not need to be part of inspection plan.

  13. Registro do diagnóstico de enfermagem fadiga em prontuários de pacientes oncológicos Registro del diagnóstico de enfermería fatiga en fichas de pacientes oncológicos Health records of the nursing diagnosis fatigue in cancer patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Isabel Pinto Coelho Gorini

    2010-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar o registro de diagnóstico de enfermagem (DE fadiga, as características definidoras e as intervenções de enfermagem em prontuários de pacientes oncológicos internados em hospital. MÉTODOS: Trata-se de um estudo transversal retrospectivo. A coleta de dados foi realizada em 107 prontuários de pacientes com diagnóstico médico de câncer, nos meses de agosto a dezembro de 2007. RESULTADOS: Foi encontrado um DE fadiga representando 0,9%, entretanto, foram encontradas, nas evoluções diárias registradas pelo enfermeiro, as características definidoras do DE fadiga em 15,9% dos prontuários. CONCLUSÃO: Apesar de identificar as características definidoras (sinais e sintomas, os enfermeiros não estabelecem o DE fadiga. Por esta razão, surgem dúvidas quanto à adequação das características definidoras deste diagnóstico Outros estudos sobre esta temática devem ser feitos para aprimorar a assistência de enfermagem ao paciente oncológico.OBJETIVO: Identificar el registro de diagnóstico de enfermería (DE fatiga, también las características definidoras y las intervenciones de enfermería, en fichas de pacientes oncológicos internados en el hospital. METODOS: Se trata de un estudio transversal retrospectivo. La recolección de datos fue realizada en 107 fichas de pacientes con diagnóstico médico de cáncer, en los meses de agosto a diciembre de 2007. RESULTADOS: Fue encontrado un DE de fatiga representando 0,9%, entretanto, fueron encontradas, en las evoluciones diarias registradas por el enfermero, las características definidoras del DE de fatiga en 15,9% de las fichas. CONCLUSIÓN: A pesar de identificar las características definidoras (señales y síntomas, los enfermeros no establecieron el DE de fatiga. Por esta razón, surgen dudas sobre la adecuación de las características definidoras de este diagnóstico Otros estudios sobre esta temática deben ser realizados para perfeccionar la asistencia de

  14. Prevalência e comorbidade de dor e fadiga em mulheres com câncer de mama

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela de Araújo Lamino

    2011-04-01

    Full Text Available O estudo analisou a prevalência e a comorbidade de dor e fadiga em mulheres com câncer de mama. Trata-se de estudo transversal, com amostra, não probabilística de 182 mulheres em tratamento ambulatorial para câncer de mama, entrevistadas no período de julho 2006 a março de 2007. Fadiga, avaliada pela Escala de Fadiga de Piper, foi dividida em duas categorias (escore 0,1-4,9 e >5-10. Dor, avaliada pela escala de 0-10, foi categorizada do mesmo modo que fadiga. Fadiga ocorreu em 94 mulheres (51,6%, sendo >5 em 44 (46,8% delas. Dor ocorreu em 86 mulheres (47,2%, sendo >5 em 50 (58,1%. Fadiga e dor correlacionaram-se (r=0,38, p=0,003 e a comorbidade fadiga e dor foi de 38,3%. Dor intensa acentuou a fadiga (p=0,089 e fadiga intensa acentuou a dor (p=0,016. Tais dados são inéditos em nosso meio, confirmam a existência de um cluster de sintoma e dos prejuízos decorrentes dessa comorbidade.

  15. Fadiga óssea: causa de dor em joelhos na osteoartrite

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wilson Campos Tavares Júnior

    2012-10-01

    Full Text Available A dor no joelho é o sintoma mais comum na osteoartrite, sendo a principal causa de incapacidade crônica em idosos e uma das principais fontes de morbidade atribuível à osteoartrite em geral. As causas de dor no joelho em pessoas com osteoartrite não são facilmente entendidas e o conhecimento sobre as causas da dor é fundamental para que futuramente sejam realizadas intervenções específicas. A fadiga óssea representa o remodelamento do osso subcondral na osteoartrite, levando a uma consequente alteração na forma do osso e/ou perda óssea. No entanto, a fadiga óssea não é algo facilmente interpretado, pois é de difícil detecção na ausência de defeitos claros da cortical e pela sobreposição de estruturas ósseas nas radiografias convencionais. A fadiga óssea está associada não apenas a dor no joelho, mas também a rigidez e incapacidade. Se a fadiga ocorre antes da osteoartrite avançada, isso sugere que alterações no osso subcondral podem ocorrer simultaneamente a alterações da cartilagem e que tratamentos visando sua preservação podem não ser eficazes. Lesões com padrão de edema ósseo estão associadas e são fatores preditivos para fadiga óssea. Este trabalho tem por objetivo rever a literatura mostrando a importância da fadiga óssea e de como diagnosticar esta alteração nos exames de imagem.

  16. Avaliação do impacto de uma intervenção em gestão do stress em pacientes sujeitos a radioterapia e em situação de fadiga oncológica : um estudo quase experimental

    OpenAIRE

    Deep, Cláudia Alexandra Ferreira de Carvalho Ng

    2013-01-01

    Dissertação de Doutoramento apresentada ao ISPA - Instituto Universitário RESUMO: A intervenção em gestão do stress cognitivo-comportamental (IGSCC) composta por reestruturação cognitiva, treino em estratégias de coping e relaxação muscular é apontada por parte da Comunidade Científica como eficaz na redução da fadiga oncológica (FO). No entanto, esta opinião não é consensual e parte da investigação argumenta que a terapia cognitivo-comportamental não reestrutura a experiência da crise, du...

  17. Avaliação isocinética da fadiga em jogadores de futebol profissional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Seganfredo Weber

    2012-09-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi revisar os resultados a respeito da relação entre a fadiga, o desempenho esportivo e a incidência de lesões no futebol, bem como verificar, nos estudos citados, os protocolos de teste de fadiga mais utilizados nesse esporte. Para isso, foram selecionadas as bases de dados SCOPUS, PubMed, Journals Ovid, Web of Science e BMJ e as palavras-chave: soccer and isokinetic, soccer and fatigue test, soccer and fatigue and isokinetic e soccer and injury. Os estudos incluídos nesta revisão foram selecionados pelo título contendo as palavras-chave e pela leitura do resumo, verificando se havia uma relação entre o futebol, os testes de avaliação de fadiga, o desequilíbrio muscular e a lesão em jogadores profissionais. A literatura apresenta diversos protocolos de avaliação isocinética da fadiga em jogadores profissionais de futebol. Embora não exista um consenso sobre qual é o melhor protocolo de avaliação, o índice de fadiga é um importante parâmetro a ser determinado. Além disso, as razões musculares, sobretudo a razão funcional, permitem inferências sobre o equilíbrio muscular e a propensão ao desenvolvimento de lesões relacionadas à articulação do joelho em jogadores de futebol.

  18. Fadiga e capacidade para o trabalho em turnos fixos de doze horas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Metzner Ricardo Jorge

    2001-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar as variáveis que interferem na percepção de fadiga e na capacidade para o trabalho em trabalhadores que executam suas atividades em turnos fixos diurnos e noturnos. MÉTODOS: Estudo transversal, com participação de 43 trabalhadores de turnos diurnos e noturnos de uma indústria têxtil, que trabalhavam em turnos fixos de 12 horas diárias e semana reduzida. Mediante vários questionários, o grupo estudado respondeu a questões sobre: fadiga, índice de capacidade para o trabalho, características individuais, estilos de vida e condições de trabalho. Foi feita análise de regressão linear univariada. RESULTADOS: Os fatores que influenciaram a percepção de fadiga associam-se a estilos de vida dos trabalhadores (a prática de exercício físico é um fator protetor e à dificuldade em manter o sono, que, se presente, aumenta a percepção de fadiga. Os fatores associados à percepção do índice de capacidade para o trabalho (ICT foram o tempo de exercício na função e o turno noturno de trabalho: quanto maior o primeiro, menor o ICT; trabalhar à noite aumenta o ICT. A duração da jornada diária de 12 horas pode provocar aumento considerável na carga de trabalho, influenciando a percepção do trabalhador sobre a capacidade para o trabalho, a fadiga e as alterações do sono. CONCLUSÕES: Os resultados indicam que nem sempre o trabalho noturno mostra-se como fator prejudicial à saúde. Entretanto, a amostra estudada é pequena, o estudo é transversal, e pode ter ocorrido um efeito de seleção. Assim, é necessária a realização de estudos longitudinais, com amostras maiores, dado que o ICT tende a diminuir à medida que aumenta o tempo na função.

  19. Efeitos do treinamento de resistência na força muscular e níveis de fadiga em pacientes com câncer de mama Los efectos de los ejercicios de resistencia sobre varios músculos y niveles de fatiga en pacientes con cáncer de mama The effects of resistance training on muscular strength and fatigue levels in breast cancer patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudio Battaglini

    2006-06-01

    Full Text Available Os efeitos de programas generalizados de atividade física no combate ao câncer e aos efeitos colaterais de seu tratamento têm sido amplamente relatados na literatura. O objetivo do presente estudo foi o de examinar os efeitos de um programa de prescrição de exercício físico individualizado, com ênfase no treinamento resistido, na força muscular e nos níveis de fadiga em pacientes portadoras de câncer de mama em tratamento. Vinte mulheres foram divididas aleatoriamente em dois grupos, sendo um experimental (57,5 ± 23,0 anos e um controle (56,6 ± 16,0 anos. O grupo experimental exercitou-se, após a cirurgia, durante 60 minutos, de forma moderada, duas vezes por semana, durante 21 semanas. A força muscular total foi avaliada antes e após o tratamento e os níveis de fadiga foram avaliados em três momentos durante o treinamento. Foram encontradas diferenças significativas na força muscular total entre os grupos após o treinamento (p = 0,025. Os níveis de fadiga diminuíram significativamente entre os grupos após a primeira (p = 0,001 e a segunda (p = 0,005 intervenção e ao final do tratamento (p = 0,001. Os resultados deste estudo sugerem que os exercícios resistidos devem ser incluídos na prescrição de exercícios no combate da fadiga e na melhoria da força muscular em mulheres com câncer de mama, submetidas a tratamento.Los efectos de programas generalizados de actividad física de combate al cáncer y los efectos colaterales de su tratamiento vienen siendo bastante estudiados. El objetivo del presente estudio ha sido el de examinar los efectos de un programa prescrito de ejercicio físico individual, con énfasis en el entrenamiento resistido, en la fuerza muscular y en los niveles de fatiga en pacientes portadoras de cáncer de mama en tratamiento. Veinte mujeres fueron divididas aleatoriamente en dos grupos, siendo uno de ellos el experimental (57,5 ± 23,0 años y el otro de control (56,6 ± 16,0 años. El grupo

  20. Fadiga na forma remitente recorrente da esclerose múltipla Fatigue in multiple sclerosis relapsing-remitting form

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    MARIA FERNANDA MENDES

    2000-06-01

    Full Text Available Foram avaliados 95 pacientes com forma remitente-recorrente da esclerose múltipla quanto à presença de fadiga. A Escala de Severidade de Fadiga foi aplicada em todos os pacientes. Em 64 pacientes (67,4% a fadiga foi encontrada. Não observamos diferenças clínicas quanto ao gênero, idade, grau de incapacidade funcional e depressão, nos pacientes com e sem fadiga. Foi encontrada correlação entre ansiedade e tempo de doença com a presença de fadiga. Ao analisarmos estas variáveis quanto à intensidade da fadiga, observamos haver associação entre fadiga grave e maior incapacidade funcional.In 95 patients with the remitting-relapsing form of multiple sclerosis we investigated fatigue. All of them were evaluated with the Fatigue Severity Scale and we found it in 64 patients (67.4%. Gender, age, depression and fuctional incapacity was not predictive of fatigue occurrence, while anxiety and time of disease seems to be correlated with it. When we analysed the fatigue severity, a correlation between the EDSS and the increasing fatigue severity was found.

  1. Fatores associados ao padrão de sono em pacientes com insuficiência cardíaca

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariana Alvina dos Santos

    2011-10-01

    Full Text Available O estudo teve como objetivo descrever o padrão de sono em pacientes com insuficiência cardíaca (IC e analisar associações do sono com as seguintes variáveis: sexo, idade, fadiga, fadiga ao esforço, atividade física, classe funcional, terapia medicamentosa, dispneia e índice de massa corporal. A amostra não probabilística foi de 400 pacientes (idade média 57,8 anos; 64,8% eram homens; escolaridade média de 6,1 anos; 82,5% em classe funcional II ou III. A prevalência de maus dormidores foi de 68,5% e 46,5% classificou o sono como ruim ou muito ruim. Escores que sugerem categoria de mau dormidor foram associados a: sexo feminino, não empregados, fadiga, fadiga ao esforço, dispneia e classes funcionais mais elevadas da IC. A proporção de maus dormidores entre os pacientes com IC está entre as mais altas nas doenças crônicas. Dispneia e fadiga, sintomas comuns a essa enfermidade, aumentam significativamente a chance de ser mau dormidor.

  2. Evaluation of expected outcomes of nursing interventions to address the nursing diagnosis of fatigue among patients with congestive heart failure Evaluación de las intervenciones y de los resultados esperados para el diagnóstico de enfermería fatiga, en pacientes con insuficiencia cardiaca congestiva Avaliação das intervenções e dos resultados esperados para o diagnóstico de enfermagem fadiga, em portadores de insuficiência cardíaca

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cinthia Calsinski de Assis

    2007-09-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To evaluate expected outcomes of nursing interventions to address the nursing diagnosis of fatigue. METHODS: A cross-sectional quasi-experimental design was used. The sample consisted of 30 coronary care unit in-patient with congestive heart failure and fatigue. A specific tool designed for this study was used to collect specific data on outcomes of nursing interventions to manage the nursing diagnosis of fatigue. RESULTS: Nursing interventions to manage patients' fatigue had positive outcomes. CONCLUSION: The use of the nursing process to identify the nursing diagnosis of fatigue, design and implement specific nursing interventions, and evaluate patient outcomes leads to quality nursing care.OBJETIVO: Evaluar los resultados alcanzados después de las intervenciones de enfermería para el diagnóstico de enfermería Fatiga. MÉTODOS Se trata de un estudio, cuasi-experimental, tiempo serie y transversal, realizado en un Hospital Universitario por medio de la implementación de intervenciones y evaluación diaria de los resultados en 30 pacientes con diagnóstico de insuficiencia cardiaca y de enfermería fatiga, internados en la Unidad de Cardiología y UCI Coronaria. Fue elaborado un instrumento de recolección de datos compuesto por intervenciones y resultados de enfermería. RESULTADOS: Fue observada buena evolución de todos los indicadores evaluados. Las intervenciones de enfermería alcanzaron de manera satisfactoria los resultados esperados. CONCLUSIÓN: Al sistematizar la asistencia de enfermería, alcanzamos resultados favorables en sus evidencias clínicas.OBJETIVO: Avaliar os resultados alcançados após intervenções de enfermagem para o diagnóstico de enfermagem Fadiga. MÉTODOS: Estudo, quase-experimental, tempo série e transversal, realizado em Hospital Universitário por meio da implementação de intervenções e avaliação diária dos resultados em 30 pacientes com diagnóstico de insuficiência cardíaca e de

  3. Prevalência de depressão e fadiga em um grupo de mulheres com câncer de mama

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marislei Sanches Panobianco

    2012-09-01

    Full Text Available Estudo transversal cujo objetivo foi identificar e avaliar a ocorrência de sintomas depressivos e de fadiga entre mulheres com até um ano de tratamento com radioterapia e/ou quimioterapia para o câncer de mama. Utilizou-se um instrumento com dados sociodemográficos, clínicos e terapêuticos. Para a avaliação da depressão foi aplicado Inventário de Depressão de Beck (BDI e para a fadiga o Fatigue Questionnarie. Incluímos 31 mulheres atendidas em um núcleo de reabilitação de mastectomizadas. Os resultados mostram que 87,1% das mulheres apresentaram cansaço nas pernas, como sintoma de mal-estar relacionado à fadiga consequente ao tratamento. Em relação aos sintomas depressivos, 41,9% delas manifestaram sintomas entre leve e moderado. Os resultados apontam para a necessidade de abordagem e de condutas para o manejo dos sintomas depressivos e fadiga, além de auxiliar os profissionais da saúde a identificar as necessidades dos clientes e a desenvolver estratégias adequadas para o cuidado individualizado.

  4. Iatrogenia em pacientes idosos hospitalizados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carvalho-Filho Eurico T.

    1998-01-01

    Full Text Available Analisar as complicações iatrogênicas apresentadas por idosos hospitalizados. Estudo retrospectivo dos prontuários de 96 pacientes, 48 do sexo masculino e 48 do feminino, com idades variando de 60 a 93 anos (média: 75,7 anos, hospitalizados durante o ano de 1995 em enfermaria geriátrica. A análise da evolução dos pacientes durante o período de hospitalização permitiu evidenciar: 1 em 42 (43,7% pacientes ocorreram uma ou mais complicações iatrogênicas, num total de 56 episódios; 2 manifestações relacionadas aos procedimentos diagnósticos corresponderam a 17,9% das iatrogenias; 3 alterações relacionadas às medidas terapêuticas corresponderam a 58,9%, sendo 32,1% referentes à terapêutica farmacológica e 26,8% a outros procedimentos terapêuticos; 4 manifestações iatrogênicas não relacionadas diretamente às afecções (úlceras de decúbito, quedas e fraturas corresponderam a 23,2%; 5 a presença de manifestações iatrogênicas correlacionou-se com período mais prolongado de internação; 6 cinco pacientes faleceram em conseqüência direta de complicações iatrogênicas. A iatrogenia é freqüente em pacientes idosos hospitalizados, podendo determinar manifestações graves e mesmo fatais. Como uma significativa proporção dessas complicações pode ser evitada através de medidas adequadas, deve-se procurar identificar suas causas e desenvolver métodos para previni-la ou reduzir seus efeitos.

  5. Iatrogenia em pacientes idosos hospitalizados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eurico T. Carvalho-Filho

    1998-02-01

    Full Text Available Analisar as complicações iatrogênicas apresentadas por idosos hospitalizados. Estudo retrospectivo dos prontuários de 96 pacientes, 48 do sexo masculino e 48 do feminino, com idades variando de 60 a 93 anos (média: 75,7 anos, hospitalizados durante o ano de 1995 em enfermaria geriátrica. A análise da evolução dos pacientes durante o período de hospitalização permitiu evidenciar: 1 em 42 (43,7% pacientes ocorreram uma ou mais complicações iatrogênicas, num total de 56 episódios; 2 manifestações relacionadas aos procedimentos diagnósticos corresponderam a 17,9% das iatrogenias; 3 alterações relacionadas às medidas terapêuticas corresponderam a 58,9%, sendo 32,1% referentes à terapêutica farmacológica e 26,8% a outros procedimentos terapêuticos; 4 manifestações iatrogênicas não relacionadas diretamente às afecções (úlceras de decúbito, quedas e fraturas corresponderam a 23,2%; 5 a presença de manifestações iatrogênicas correlacionou-se com período mais prolongado de internação; 6 cinco pacientes faleceram em conseqüência direta de complicações iatrogênicas. A iatrogenia é freqüente em pacientes idosos hospitalizados, podendo determinar manifestações graves e mesmo fatais. Como uma significativa proporção dessas complicações pode ser evitada através de medidas adequadas, deve-se procurar identificar suas causas e desenvolver métodos para previni-la ou reduzir seus efeitos.

  6. Avaliação da resistência à fadiga em alta temperatura da superliga MAR-M247(Nb)

    OpenAIRE

    Rogério Varavallo

    2012-01-01

    Este projeto faz parte de uma Rede Interdisciplinar de Pesquisa em Superligas no Brasil (Projeto Pró-Engenharias - CAPES), que tem como objetivo o desenvolvimento técnico e científico do Brasil nesta classe de materiais. A rede é composta por especialistas de estabelecida competência em assuntos fundamentais para o desenvolvimento de materiais estruturais, tais como: fusão em vácuo, solidificação direcional, relações orientação-propriedade, tratamentos térmicos, fluência, fadiga em alta tempe...

  7. Metodologias para modelagem e análise da fadiga em ligações rebitadas com aplicação em pontes metálicas ferroviárias.

    OpenAIRE

    Ritermayer Monteiro Teixeira

    2015-01-01

    O processo de fadiga em pontes metálicas ferroviárias é um relevante problema de infraestrutura, largamente reconhecido como uma questão de segurança estrutural que precisa ser melhor compreendida. Apesar dos recentes avanços no campo da modelagem computacional, a aplicação de abordagens modernas para avaliação do comportamento à fadiga de ligações rebitadas típicas de pontes ainda é pouco explorada e impõe desafios. Nesse contexto, esta tese visa implementar metodologias de análise global-lo...

  8. Microbiota conjuntival em pacientes com alergia ocular

    OpenAIRE

    Alexandre Mattoso Libório; Maria Cristina Nishiwaki-Dantas; Lycia Mara Jenne Mimica; Paulo Elias Correa Dantas; Ana Luísa Höfling de Lima

    2005-01-01

    OBJETIVO: Avaliar a presença de microbiota aeróbia da conjuntiva de portadores de alergia ocular e comparar a um grupo controle. MÉTODOS: Foram examinados 133 pacientes no período de abril a junho de 2001 divididos em 2 grupos. O grupo A foi composto de 63 portadores de conjuntivite alérgica (sem uso de medicação) e o grupo B de 70 pacientes do ambulatório geral (controle). Foram coletadas amostras do fundo de saco conjuntival do olho direito de todos os pacientes e o material foi semeado em ...

  9. Análise tempo-frequência de sinais eletromiográficos de superfície para a avaliação de fadiga muscular em cicloergômetro

    OpenAIRE

    de Andrade, Marcelino Monteiro

    2006-01-01

    Nesta Tese de Doutorado foi desenvolvida uma metodologia para a análise eletromiográfica do comportamento da fadiga muscular de sujeitos quando pedalando em um cicloergômetro. Nesse sentido, utilizou-se a eletromiografia de superfície e três protocolos de aquisição de sinais eletromiográficos. Também foram desenvolvidas quatro técnicas matemáticas de observação da fadiga muscular: a freqüência de potencia mediana (FPMd), a raiz quadrática média (RMS), a mediana da curva de energia acumulad...

  10. Avaliação da resistência à corrosão-fadiga do aço API 5L X60 em ambiente pressurizado contendo CO2

    OpenAIRE

    Marlon Brandi Corrêa

    2010-01-01

    Os risers rígidos, utilizados na indústria offshore para a exploração e transporte de óleo e gás, estão sujeitos a diversus fenômenos de degradação. A fadiga e a corrosãofadiga são uma das causas mais comuns de falhas em serviço destas tubulações. Estas falhas geralmente são encontradas nas regiões submetidas a processos de soldagem. Para uma operação que alie produtividade e segurança os fenômenos de fadiga e corrosão-fadiga devem ser estudados e entendidos a fim de evitá-los ou minimizá-los...

  11. Fadiga entre estudantes de graduação em enfermagem La fatiga entre los estudiantes de enfermería Fatigue among nursing undergraduate students

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Camila de Moraes Amaducci

    2010-12-01

    Full Text Available A fadiga entre os estudantes pode prejudicar a aprendizagem. Avaliou-se a fadiga de graduandos de enfermagem e as relações com o ano de graduação, a participação em atividades extracurriculares, com quem o aluno reside, com a depressão e o índice de massa corporal (IMC. Participaram 189 (60,2% estudantes da EEUSP, sendo 96,2% de mulheres com idade média de 21,6 anos, 80,9% residiam com os pais, 43,9% realizavam atividades extracurriculares, 24,8% tinham IMC alterado e 22,2% apresentaram disforia ou depressão (Inventário de Depressão de Beck. A fadiga foi moderada/ intensa para 83,5% dos estudantes (Escala de Fadiga de Piper Revisada e Pictograma de Fadiga e 59,8% relataram prejuízo moderado/intenso nas atividades habituais. A fadiga apresentou correlação positiva com ano de graduação, com o IMC e a depressão (pLa fatiga en los estudiantes puede ser perjudicial para el aprendizaje. Se evaluó la fatiga en estudiantes de enfermería y sus relaciones con el año de estudio, participación en actividades extracurriculares, personas con las que el alumno reside, depresión e índice de masa corporal (IMC. Participaron 189 (60,2% estudiantes de la EEUSP; 96,2% mujeres, edad media de 21,6 años, 80,9% residía con sus padres, 43,9% realizaba actividades extracurriculares, 24,8% exhibía alteraciones en su IMC y 22,2% presentaban disforia o depresión (Inventario de Depresión de Beck. La fatiga fue moderada/intensa para el 83,5% de los estudiantes (Escala de Fatiga de Piper Revisada y Pictograma de Fatiga, y 59,8% refirieron perjuicio moderado/intenso en las actividades habituales. La fatiga presentó correlación positiva con el año de estudio, con el IMC y con la depresión (p Fatigue among students may harm their learning. This study evaluated the fatigue of nursing undergraduate students and its relations to their graduation year, participation in extracurricular activities, people with whom they lived, depression and their body

  12. Efeito do treinamento sob fadiga no desempenho do salto vertical

    OpenAIRE

    Gallina, Eduardo Catto

    2012-01-01

    Resumo: O estudo objetivou verificar o efeito do treinamento sob fadiga no controle e no desempenho do salto vertical. Dezenove acadêmicos de Educação Física (estatura de 1,88 ± 0,05m, peso 80 ± 8Kg), foram divididos em dois grupos: com fadiga (GCF, n=9) e grupo sem fadiga (GSF, n=10). Os atletas foram extratificados em quartis, em função do desempenho no salto vertical e a partir dos quais sorteados entre os dois grupos a fim de evitar a composição de grupos heterogêneos. Os grupos foram sub...

  13. Sintomas de pacientes em tratamento oncológico = Symptoms of patients undergoing oncological treatment

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Brateibach, Valdecir

    2013-01-01

    Full Text Available Objetivo: Associar sintomas de pacientes em tratamento oncológico com o tipo de tratamento, faixa etária e sexo. Materiais e Métodos: Estudo observacional, transversal e analítico; realizado com 480 pacientes em tratamento atendidos em um Centro de Alta Complexidade de Tratamento para Câncer no Sul do Brasil no período de abril a dezembro de 2011. Resultados: A média de idade dos entrevistados foi de 58,23 (DP=13,11 anos. Os sintomas mais freqüentes nos pacientes em tratamento quimioterápico antineoplásico foram a fadiga e a dor com 78,5%, o que corresponde a 238 pacientes, seguido de constipação e insônia com 51,8% e 47,5%, respectivamente, e principalmente no sexo feminino. Na comparação das médias dos sintomas conforme o tratamento, náuseas e vômitos apresentaram associação com p=0,013, enquanto na comparação dos sintomas com os ciclos de vida náuseas e vômitos apresentaram p=0,05 e 0,24, respectivamente. Conclusão: O estudo evidencia associação estatística dos sintomas náuseas e vômitos com o ciclo de vida e tratamento, e revela maiores queixas entre as mulheres. Estes dados podem ser utilizados na prática assistencial, auxiliando na individualização da assistência

  14. Avaliação da intensidade do treinamento técnico-tático e da fadiga causada em jogadores de futebol da categoria sub-20

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Caito André KUNRATH

    Full Text Available Resumo Visto que o calendário atual do futebol não disponibiliza um tempo hábil para a devida recuperação dos atletas, fadiga e recuperação têm sido amplamente estudadas por pesquisadores. O que levou ao surgimento de alguns instrumentos com o propósito de fornecer informações e dar suporte aos profissionais visando a alta performance. O objetivo deste estudo foi analisar a intensidade do Treinamento Técnico-tático e a fadiga causada em jogadores de futebol da categoria sub-20, através do desempenho em testes de salto vertical e horizontal e da percepção subjetiva de esforço da sessão (PSE da sessão. Os jogadores (n = 25 realizaram o salto vertical contra movimento (SCM e horizontal (SH, antes e após a uma sessão de Treinamento Técnico-tático (TTT, sendo a intensidade avaliada pela Escala de Borg (CR 10. O SCM não apresentou diferença significativa (p > 0,05, enquanto que o SH foi maior no Pós-TTT em relação ao Pré-TTT (p = 0,02. Quanto a PSE da sessão, 92% dos jogadores classificaram a intensidade do TTT como sendo de fácil à moderada. Os resultados deste estudo indicam que o TTT de baixa intensidade não compromete a potência nos testes de salto vertical e horizontal. Sugere-se que além de proporcionar a operacionalização dos padrões de comportamento táticos coletivos, o TTT de baixa intensidade possa ser utilizado em treinamentos de caráter regenerativo ou em momentos que o calendário esportivo não possibilite a recuperação completa dos jogadores.

  15. Detecção de fadiga neuromuscular em pessoas com lesão medular completa utilizando transformada wavelet

    OpenAIRE

    Krueger,Eddy

    2014-01-01

    Introdução: As pessoas com lesão medular (LM) podem ter seus músculos paralisados ativados por meio da estimulação elétrica funcional (FES) sobre vias neurais presentes próximas à pele. Estas estimulações elétricas são importantes para a recuperação do trofismo neuromuscular ou durante o controle de movimento por próteses neurais. No entanto, ao longo da aplicação da FES, a fadiga ocorre, diminuindo a eficiência da contração, principalmente devido à hipotrofia neuromuscular presente nessa pop...

  16. Fisioterapia motora em pacientes adultos em terapia intensiva

    OpenAIRE

    Borges,Vanessa Marcos; Oliveira,Luiz Rogério Carvalho de; Peixoto,Elzo; Carvalho, Nilza Aparecida de Almeida

    2009-01-01

    O objetivo desse estudo é realizar uma revisão da literatura abordando o tema fisioterapia motora para pacientes adultos em unidade de terapia intensiva. A busca de artigos científicos foi realizada nas bases de dados PubMed, MedLine (Literatura Internacional em Ciências e Saúde), LILACS (Literatura Latino Americana e do Caribe em Ciências e Saúde) e Cochrane entre 1995 e dezembro de 2008 utilizando as palavras-chaves: physical therapy, mobilization and intensive care unit. Para efeito de com...

  17. Fisioterapia motora em pacientes adultos em terapia intensiva Motor physiotherapy in intensive care adult patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa Marcos Borges

    2009-12-01

    Full Text Available O objetivo desse estudo é realizar uma revisão da literatura abordando o tema fisioterapia motora para pacientes adultos em unidade de terapia intensiva. A busca de artigos científicos foi realizada nas bases de dados PubMed, MedLine (Literatura Internacional em Ciências e Saúde, LILACS (Literatura Latino Americana e do Caribe em Ciências e Saúde e Cochrane entre 1995 e dezembro de 2008 utilizando as palavras-chaves: physical therapy, mobilization and intensive care unit. Para efeito de comparação foram selecionados estudos controlados, randomizados e prospectivos, abordando o tema fisioterapia motora para pacientes adultos em unidade de terapia intensiva. Estudos em pediatria, experimentais, revisões sistemáticas e metanálises foram excluídos. Dos 121 artigos encontrados, apenas 4 preencheram aos critérios de inclusão. Dentre estes, três artigos abordavam sobre a aplicação da fisioterapia motora precoce em pacientes com diagnósticos variados, mostrando que estes indivíduos saíram mais cedo da cama, deambularam em menos dias e tiveram um menor tempo de permanência na unidade de terapia intensiva e no hospital. Além disso, os pacientes que receberam fisioterapia motora precoce apresentaram um menor tempo de ventilação mecânica. Já o outro artigo compara a aplicação da eletroestimulação associada à fisioterapia em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica, mostrando um aumento na força muscular e menor tempo para a transferência destes indivíduos da cama para a cadeira em relação aos que receberam apenas fisioterapia. Os riscos da imobilização em doentes críticos ventilados mecanicamente não são bem esclarecidos. Entretanto, é evidente que os sobreviventes apresentem fraqueza e fadiga persistente, prejudicando sua qualidade de vida. A mobilização precoce é uma área nova e com poucas evidências até o momento. No entanto, recentes estudos têm confirmado que a mobilização em pacientes

  18. Crescimento subcritico de trinca e previsão de vida em fadiga do compósito cerâmico ZrO2-Al2O3

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    R. C. Souza

    2014-03-01

    Full Text Available Cerâmicas apresentam excelente durabilidade química, resistência ao desgaste, biocompatibilidade, respeito ao meio ambiente e estética. Uma das propriedades mais importantes a ser considerada em implantes dentários totalmente cerâmicos é a fadiga cíclica, devido às solicitações mecânicas cíclicas as quais os implantes estão subjugados durante processos de mastigação, que pode induzir milhares de ciclos de tensão por dia em uma restauração, com isso exibir significativo crescimento subcrítico de trinca e assim poder diminuir a resistência de componentes cerâmicos, ao longo do tempo. Nesse trabalho, a previsão de vida em fadiga cíclica do compósito ZrO2-Al2O3 foi investigada. Mistura de pós contendo 80% de ZrO2 e 20% de Al2O3 foi compactada e sinterizada a 1600 °C. As amostras sinterizadas foram caracterizadas por difração de raios X e microscopia eletrônica de varredura. Dureza, tenacidade e resistência à fratura por flexão foram determinadas, e os resultados utilizados na determinação dos parâmetros de fadiga. Os testes de fadiga foram realizados em dispositivo de flexão em 4 pontos, sob freqüência de 25 Hz e razão de tensão de 0,1. Um aumento do nível de tensão levou à redução do tempo de vida sob fadiga. Baseado nos parâmetros determinados pelos ensaios mecânicos e de fadiga, e utilizando-se a estatística de Weibull, associada a modelos de determinação de crescimento subcrítico de falha, a velocidade de propagação de trincas nesse compósito é determinada e relacionada com os mecanismos de transformação martensítica e tensão residual entre as fases. Os componentes submetidos ao carregamento cíclico exibiram propagação subcrítica de trinca, em níveis de tensão significativamente menores do que o KIC. Apesar desta susceptibilidade ao crescimento subcrítico de trinca, cálculos com base nos parâmetros de fadiga e nas tensões aplicadas indicam que os componentes com estruturas do

  19. Dinâmica do apoio em corredores veteranos com relação ao incremento da velocidade e da fadiga

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jesús Salas Sánchez

    2014-07-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Nas últimas décadas, o número de participantes nas corridas populares de resistência tem aumentado, especialmente, dos atletas da categoria de veteranos (acima de 35 anos, assim como o número de provas organizadas. OBJETIVO: Analisar a dinâmica de apoio na corrida do atleta veterano com relação ao incremento da velocidade e da fadiga. MÉTODOS: Participaram 43 atletas, 40 homens (média de idade: 41,3 ± 1,10 anos e 3 mulheres (média de idade 44,3 ± 3,17 anos. Depois do aquecimento, foram realizados três protocolos de corrida: confortável, ritmo de competição e ritmo de competição até o incremento dos valores da escala de Borg, escolhidos livremente por cada atleta. A dinâmica do apoio (superfície de contato, rotação lateral e inclinação do pé e sua sequência temporal foram analisadas em vídeo de alta velocidade. RESULTADOS: Do total, 84,5% dos atletas apresentaram apoio atrasado, com incremento correspondente ao aumento da velocidade e da fadiga na corrida. Dos atletas, 52,7% apresentaram rotação externa leve e 69% apresentaram inclinação lateral leve. Não foi encontrada relação entre atletas lesionados ou não nem entre a dinâmica de apoio nos três tipos de corrida. O tempo de contato na fase de amortecimento foi superior no apoio atrasado com relação ao resto dos tipos de passadas na corrida confortável e no ritmo de competição. CONCLUSÃO: As descobertas deste estudo podem ser importantes para o desenho de tênis esportivos e para aportar informações sobre a relação entre o padrão da passada do corredor veterano e o risco de lesões.

  20. Tireopatias em pacientes com diabetes tipo 2

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Carolina Coelho Gozzano

    2014-10-01

    Full Text Available Introdução: Distúrbios metabólicos no diabetes mellitus (DM podem interferir nos níveis de T4 livre e TSH, assim como as disfunções tireoidianas podem influenciar no controle glicêmico. A prevalência de tireopatias (TP em diabéticos é maior que na população total. Entre os pacientes com DM1, sobretudo mulheres, observa-se maior frequência de hipotireoidismo (HP primário autoimune, devido aos genes de suscetibilidade compartilhados. A relação entre DM2 e a função tireoidiana foi menos estudada. Além disso, o tratamento do HP impede o aparecimento de dislipidemia e evita os efeitos da diminuição dos hormônios tireoidianos sobre o controle glicêmico. Objetivo: Mostrar a prevalência entre DM2 e TP. Metodologia: Estudo retrospectivo vertical de 118 diabéticos consultados nos últimos 2 anos com pesquisa de alterações tiroidianas: TSH, T4 e US tireoideano. Análise estatística descritiva, comparando os grupos. Resultado: Maioria homens (55,1%. O tempo de diabetes variou entre 1 e 25 anos (média de 8,9±6,6; e a idade, entre 25 e 89 anos (média de 59,3±13,0. Foram encontrados alterações em 29 pacientes (24,6%, 18 mulheres (34% e 11 homens (16,9%. (X2=4,57 e df–1, p=0,032. As alterações mais frequentes: HP (19,5%, nódulos (2,5% e cistos (1,7%. Conclusão: Os dados mostram a prevalência de TP em pacientes com DM2 sendo mais frequente em mulheres. É importante a investigação de TP em diabéticos para a prevenção e melhor controle glicêmico.

  1. Fatores clínicos, funcionais e inflamatórios associados à fadiga muscular e à fadiga autopercebida em idosas da comunidade Clinical, functional and inflammatory factors associated with muscle fatigue and self-perceived fatigue in elderly community-dwelling women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juscelio P. Silva

    2011-06-01

    Full Text Available CONTEXTUALIZAÇÃO: A fadiga é um sintoma comum e inespecífico associado aos problemas crônicos de saúde nos idosos. As alterações e adaptações do processo de envelhecimento associadas à natureza complexa e multidimensional da fadiga favorecem a interação de múltiplos fatores na gênese desse fenômeno. OBJETIVOS: Investigar a associação dos fatores clínicos, funcionais e inflamatórios com a fadiga muscular e a autopercebida em idosas. MÉTODOS: Participaram 135 idosas sedentárias da comunidade, com média de idade de 71,2±4,57. Questionário estruturado e teste funcional foram utilizados para avaliar as características clínicas e funcionais. As concentrações plasmáticas dos mediadores inflamatórios (IL-6 e sTNFR1 foram dosadas pelo método ELISA. A fadiga muscular foi mensurada pelo dinamômetro isocinético, e a fadiga autopercebida, pela Escala Visual Analógica (EVA. A análise estatística foi realizada pela regressão linear múltipla e pelo Coeficiente de Correlação de Spearman, com nível de significância de 5%. RESULTADOS: Os modelos de regressão demonstraram que os fatores idade, índice de massa corporal (IMC, nível de atividade física, capacidade funcional e pico de torque foram associados à fadiga muscular (R²=0,216, pBACKGROUND: Fatigue is a common and nonspecific symptom associated with chronic health problems in the elderly. The modifications and adaptations of the aging process associated with complex and multidimensional nature of fatigue favors the interaction of multiple factors in the genesis of this phenomenon. OBJECTIVES: To investigate the association of clinical, functional and inflammatory factors with muscle fatigue and self perceived fatigue in elderly women. METHODS: Participated in the study one hundred and thirty five community elderly women, all sedentary, with a mean age of 71.2±4.57. A structured questionnaire and functional testing were used to evaluate clinical and functional

  2. Concomitância de fibromialgia em pacientes portadores de hipotireoidismo e de alterações tireoideanas em pacientes com fibromialgia Fibromyalgia concomitance in patients with hypothyroidism and thyroid disorders in patients with fibromyalgia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marlene Freire

    2006-02-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: a fibromialgia (FM pode ser definida como uma síndrome dolorosa musculoesquelética não-inflamatória de caráter crônico, tendo como sintomas mais comuns a fadiga e o sono não-reparador. Tais manifestações podem não resultar da FM, mas de outras doenças associadas, como o hipotireoidismo. OBJETIVO: descrever a ocorrência de FM em pacientes com hipotireoidismo, e os casos de hipotireoidismo em pacientes com FM, além de determinar os sintomas associados a essas condições clínicas. MÉTODOS: foram avaliados 166 pacientes portadores de FM e 56 com hipotireoidismo. Os voluntários responderam a um questionário para detecção dos principais sinais e sintomas dessas doenças em estudo e foram submetidos às dosagens séricas de hormônio estimulador da tireóide (TSH, tiroxina livre (T4 livre e anticorpo antitireoperoxidase (a-TPO. RESULTADOS: nos 166 pacientes com FM, foram diagnosticados hipotireoidismo clínico ou subclínico em 35 (21,1%. Dos 56 pacientes portadores de hipotireoidismo, em 36 (64,3% foi confirmado o diagnóstico de FM pelos critérios do American College of Rheumatology (ACR. Nos pacientes com hipotireoidismo previamente diagnosticado, a fadiga, o sono não-restaurador e a cefaléia crônica foram estatisticamente mais freqüentes naqueles que apresentavam diagnóstico de FM. A rigidez matinal foi mais prevalente nos pacientes com hipotireoidismo sem FM. CONCLUSÃO: há que se considerar a presença de manifestações clínicas ou laboratoriais de disfunção tireoideana nos pacientes portadores de FM e de FM em pacientes portadores de hipotireoidismo, para uma melhor abordagem diagnóstica e posterior tratamento dos mesmos.INTRODUCTION: Fibromyalgia can be defined as a non-inflammatory musculoskeletal pain syndrome. It is a chronic condition, commonly associated with fatigue and non-restorative sleep. However, such symptoms may result from coexisting diseases, for instance hypothyroidism. OBJECTIVE

  3. Parâmetros discriminadores de estacionariedade fisiológica em sinais de eletromiografia de superfície aplicados no estudo da fadiga

    OpenAIRE

    Rocha Júnior,Valdinar de Araújo

    2017-01-01

    A presente investigação tem como objeto de estudo o processamento do sinal eletromiográfico utilizado na análise da fadiga muscular. As técnicas de processamento de sinais tradicionalmente aplicadas à eletromiografia de superfície (EMG-S) produzem índices de fadiga com grande variação espacial (os índices sofrem grandes distorções por conta de mudanças na posição dos eletrodos de captação). Os índices de fadiga obtidos com técnicas clássicas também exibem grande variação temporal (eles não ap...

  4. Correlation between fatigue and self-esteem in patients with multiple sclerosis Correlação entre gravidade da fadiga e baixa estima na esclerose múltipla

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Yára Dadalti Fragoso

    2009-09-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To assess the possible association of fatigue with self-esteem in multiple sclerosis (MS patients. METHOD: Thirty patients were prospectively assessed. None of them presented moderate or severe depression or anxiety and their degree of disability was low (EDSSOBJETIVO: Avaliar a possível associação entre fadiga e autoestima em pacientes com esclerose múltipla (EM. MÉTODO: Trinta pacientes foram avaliados de forma prospectiva. Nenhum deles apresentava depressão ou ansiedade moderada ou grave, e o grau de incapacidade foi baixo (EDSS<3,5. Eles estavam clinicamente estáveis por pelo menos três meses e estavam recebendo a mesma medicação por pelo menos seis meses. O nível socioeconômico foi avaliado. A gravidade da fadiga e a autoestima foram avaliadas pelo uso de escalas especificas e validadas. Pacientes com ansiedade e/ou depressão moderadas ou graves foram excluídos. RESULTADOS: Baixa autoestima se mostrou correlacionada com fadiga (p=0,01, porém não relacionada a qualquer outra variável, como sexo, idade, EDSS, duração da EM, número se surtos, depressão e/ou ansiedade leves. CONCLUSÃO: Maior gravidade de fadiga na EM se correlaciona com baixa autoestima, sugerindo assim que esta queixa crônica que afeta tantos pacientes pode interferir com a maneira pela qual eles se vêem e se valorizam.

  5. Validation of defining characteristics for the nursing diagnosis of fatigue in oncological patients Validación de las características definidoras del diagnóstico de enfermería Fatiga, en pacientes oncológicos Validação das características definidoras do diagnóstico de Enfermagem: fadiga no paciente oncológico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Priscila de Oliveira da Silva

    2012-06-01

    concluyó que la subjetividad de las características definidoras del diagnóstico de enfermería fatiga y la dificultad de los profesionales en reconocerlos influenció en la identificación de este diagnóstico.O objetivo deste estudo foi validar as características definidoras do diagnóstico de Enfermagem, fadiga, em pacientes adultos oncológicos. Trata-se de estudo transversal e descritivo, em perspectiva quantitativa, do tipo validação de conteúdo diagnóstico. A coleta de dados foi realizada em um hospital universitário. Fizeram parte da amostra 35 enfermeiros peritos. Utilizou-se um instrumento subdividido em quatro partes. Os dados foram analisados por estatística descritiva. Identificaram-se 15 características definidoras, consideradas indicadores secundários. Com média ponderada inferior a 0,50, foram excluídas quatro características definidoras. A característica definidora Interação Social Prejudicada, acrescentada às descritas pela NANDA-I, após revisão da literatura, foi validada com média ponderada de 0,71. Concluiu-se que a subjetividade das características definidoras do diagnóstico de Enfermagem, fadiga, e a dificuldade dos enfermeiros em reconhecê-las, influenciam na identificação desse diagnóstico.

  6. Oftalmoplegia internuclear em paciente com mielose funicular

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    J. Lamartine de Assis

    1968-06-01

    Full Text Available É relatado um caso de oftalmoplegia internuclear, tipo posterior, com manifestações oculares bilaterais e assimétricas em paciente com mielose funicular. O diagnóstico da natureza da moléstia foi comprovado pela prova de absorção da vitamina B12 radioativa marcada com 57Co (método de Schilling. Foram realizados três exames electromiográficos do músculo reto mediai mais afetado (esquerdo, com intervalos de 45 a 90 dias, não tendo havido modificação dos traçados. O electromiograma nada mostrou de específico e permitiu excluir lesão neurogênica (paresia ou paralisia do 3.° nervo e muscular propriamente dita (miopatia.

  7. Implantologia em pacientes oncológicos

    OpenAIRE

    Andrade, Isabel Margarida Costa Pinto Fonseca

    2011-01-01

    Trabalho apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Medicina Dentária Pacientes Oncológicos fazem cada vez mais parte do dia-a-dia da prática da Medicina Dentária. O cancro da cabeça e pescoço tem uma maior relevância para o Médico Dentista no que se refere às consequências do seu tratamento e posteriormente na sua reabilitação. A maior parte dos doentes com patologia oncológica são tratados com cirurgia, podendo também incluir r...

  8. Prevalência de anticorpos antimicrossomais em pacientes com esclerose múltipla Prevalence of antimicrosomal antibodies in patients with multiple sclerosis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria C. Vecino

    2004-09-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo consiste em avaliar a prevalência de anticorpos antimicrossomais (AAM, a função tireóidea e a ocorrência de sintomas relacionados ao hipotireoidismo em pacientes com esclerose multipla (EM. Em um grupo de 21 pacientes com EM, foi realizado exameclínico, foram dosados o TSH, T4 e T4 livre e pesquisados AAM. A média de idade foi 41,05 anos e a média de tempo de doença foi 85,9 meses. Os sintomas relacionados ao hipotireoidismo foram fadiga, fraqueza, letargia e parestesias. Os AAM foram encontrados em 4 pacientes (19%. O tempo de doença foi dividido em três períodos: 120 meses (1 paciente AAM+/2 AAM-. Dois pacientes apresentaram níveis de T4 livre diminuídos, porém com T4 e TSH normais. Em 1 paciente, constatou-se hipotireoidismo subclínico, e em outro, hipotireoidismo clássico. Conclui-se que na avaliação dos pacientes com EM, em vista da falta de precisão na avaliação clínica do hipotireoidismo ocasionada pela sobreposição de sintomas referentes à EM, devam ser incorporadas as dosagens das provas de função tireóidea (PFT e dos AAM.The aim of this study was to assess the prevalence of Antimicrosomal Antibodies AMA, thyroid function and the occurrence of hypothyroidism symptoms in patients with Multiple Sclerosis (MS. Clinical examination was carried out in 21 MS patients; thyroid-stimulating hormone (TSH, thyroxine (T4, free T4 and AMA were measured. Mean age was 41.05 years. Hypothyroidism symptoms included fatigue, weakness, lethargy and paresthesia. AMA were found in four patients (19%. Three categories of disease duration were considered: 120 months (1 patient AMA+; 2 AMA-. Two patients presented decreased free T4 levels, but there was no associated decrease in T4 and TSH levels. In two patients, a mild increase in TSH levels was observed: one presented normal T4 levels (subclinical hypothyroidism and the other one had low free T4 levels (classical hypothyroidism. We conclude that AMA

  9. Avaliação da resistência à corrosão-fadiga no aço API 5L X60 em meio aquoso salino

    OpenAIRE

    Juciele Leyter Zilio

    2013-01-01

    As condições para a exploração do petróleo em campos do pré-sal são mais severas que as convencionais no que se refere à pressão, temperatura, concentração de CO2 e H2S. Nesse contexto, os dutos responsáveis pela transferência do petróleo do fundo do mar até os tanques de armazenamento na superfície representam uma importância fundamental no processo de produção do petróleo. Dessa forma, o objetivo deste trabalho foi estudar o comportamento em corrosão-fadiga de juntas soldadas do aço API 5L ...

  10. Linfedema em Pacientes Submetidas à Mastectomia Radical Modificada

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Freitas Júnior Ruffo de

    2001-01-01

    Full Text Available Objetivo: avaliar a taxa de linfedema em pacientes tratadas cirurgicamente para câncer de mama e sua relação com o tipo de cirurgia, idade e peso das pacientes. Métodos: foram estudadas 109 pacientes portadoras de câncer de mama, submetidas à mastectomia radical modificada com conservação do músculo peitoral maior ou de ambos os peitorais. Considerou-se como linfedema quando houve diferença maior que 2,0 cm entre as circunferências dos membros superiores, mensurados acima e abaixo do olécrano. Resultados: observou-se uma taxa total de 14% de linfedema (15 casos. Entre as pacientes em que foram conservados ambos os músculos peitorais, a taxa foi de (9%, ao passo que quando se empregou a conservação apenas do grande peitoral, a taxa foi de 15% (p<0,4. Notou-se uma relação significativa entre a freqüência de linfedema e o peso e a idade das pacientes. O linfedema foi observado em apenas uma das 34 pacientes com menos de 46 anos e nenhuma das 19 pacientes com até 50 kg de peso apresentou linfedema. Conclusão: Na presente série, o linfedema de membro superior esteve associado a pacientes mais idosas e de maior peso.

  11. Avaliação da fatigabilidade em pacientes com esclerose múltipla através do dinamômetro manual Fatigability evaluation on multiple sclerosis patients by using a hand held dynamometer

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karina Pavan

    2006-06-01

    Full Text Available A fadiga é um dos mais freqüentes sintomas e incapacitantes na esclerose múltipla (EM. O objetivo do presente estudo foi avaliar a fatigabilidade em pacientes com EM pela aplicação de exercícios isotônicos e isométricos com dinamômetro manual. Como resultados, a fatigabilidade, a força e o tempo máximo de isometria são semelhantes estatisticamente entre o grupo controle e o grupo de EM. Conclui-se que embora a queixa subjetiva de fadiga seja freqüente na EM, a fatigabilidade e a recuperação após o exercício demonstraram ser normais.Fatigue is one of the most commom disabling symptoms in multiple sclerosis (MS. The aim of this study was to evaluate the fatigability on patients with MS by the aplication of hand grip isotonic and isometric exercises with dynamometer. As results the fatigability, the isometric strenght and time were statistically similar in the control group and in MS. We conclude that although fatigue is a frequent subjective complaint on MS, the fatigability and the recover after exercises seems to be normal.

  12. Desempenho cognitivo em pacientes operados de aneurisma cerebral

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    FOBE JEAN-LUC

    1999-01-01

    Full Text Available Vinte e cinco pacientes operados de aneurisma cerebral foram submetidos a avaliação cognitiva pós operatória tardia para linguagem, praxia, orientação, lógica, compreensão, memória, depressão, demência e gnosia visual. Os resultados foram correlacionados com idade, escala de Hunt-Hess à admissão, lado, local e tamanho do aneurisma, sangue à TC (Fisher, vaso-espasmo angiográfico (George. Déficit cognitivo tardio estava ausente em 8 pacientes (32%, era leve em 5 (20%, moderado em 6 (24% e grave em 6 (24%. A função cognitiva isoladamente mais alterada foi a da lógica com acometimento moderado e grave em 7 pacientes (28%, seguida de praxia em 6 (24%, orientação em 5 (20%, linguagem e memória em 4 (16%. A alteração gnósica visual, demência e depressão foram pouco frequentes. A compreensão estava levemente alterada em 3 pacientes. Na faixa etária 25-50 anos ocorreu melhor resultado cognitivo com sequela inexistente ou leve em 9 pacientes (75%. Os aneurismas da artéria comunicante posterior direita apresentaram déficit cognitivo tardio ausente ou leve em 5 pacientes (71,42%, os da artéria cerebral média direita apresentaram resultado equivalente em 2 (66,66%. Os aneurismas de artéria cerebral média esquerda apresentaram o pior resultado com sequela cognitiva moderada e grave em 5 pacientes (71,42%. As sequelas neuropsicológicas tardias apresentaram correlação direta com a idade, Hunt-Hess, sangue à TC, vaso-espasmo angiográfico e localização anatômica do aneurisma.

  13. Characteristics of fatigue in heart failure patients: a literature review Características de la fatiga de pacientes con insuficiencia cardíaca: revisión de literatura Características da fadiga de pacientes com insuficiência cardíaca: revisão de literatura

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andrea Fini

    2009-08-01

    foram MEDLINE e LILACS. Das 89 referências levantadas, foram selecionadas 27 para extração dos dados. A frequência de fadiga variou de 69 a 88% e as intensidades são incomparáveis, pois as escalas de medida apresentam diferentes variações. Foram estudadas associações da fadiga com qualidade de vida, evolução da doença, atividade física, variáveis sociais e demográficas, comorbidades, tratamento e com o avaliador. A diversidade dos métodos de avaliação de fadiga impõe dificuldades à integração dos resultados sobre sua frequência, características e fatores a ela relacionados. Não se encontrou estudos que descrevessem a fadiga, em amostras de brasileiros, com insuficiência cardíaca.

  14. Relação entre fadiga e distúrbios autonômicos na esclerose múltipla Relation between fatigue and autonomic disturbances in multiple sclerosis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andréa Temponi Lebre

    2007-09-01

    Full Text Available A fadiga é sintoma comum na esclerose múltipla (EM. O objetivo deste estudo é relacionar a fadiga nos portadores de EM aos distúrbios autonômicos. Participaram deste estudo, 50 pacientes portadores de EM na forma clínica remitente recorrente. Trinta e três (66% eram mulheres e 17 (34% homens; pontuação menor ou igual a 3,5 na Escala de EDSS. Foram aplicados em todos os pacientes cinco testes cardiovasculares, já padronizados, para avaliação das funções simpáticas e parassimpáticas. Os resultados encontrados no teste do exercício isométrico foram elevações da pressão arterial de 14,62±9,13 mmHg para o grupo com fadiga e de 21,68±7,18 mmHg para o grupo sem fadiga, sendo estatisticamente significante (pFatigue is a common symptom in multiple sclerosis (MS. The objective of this study was to relate fatigue and autonomic disturbances in MS. Fifty patients with MS relapsing remitting clinical form participated of this study. Thirty three (66% were women and 17 (34% men. Score less or equal to 3.5 in the EDSS. Five non invasive cardiovascular tests were applied in all patients for the sympathetic and parasympathetic evaluation. The results obtained in the hand grip test were increase in the blood pressure of 14.62±9.13 mmHg for the group with fatigue and of 21.68±7.18 mmHg for the non fatigue group. This difference was statistically significant (p<0.05. Conclusion is that there is a loss in the capacity to increase the blood pressure in patients with fatigue suggesting a sympathetic dysfunction.

  15. Miastenia gravis: resultados de timectomia em 52 pacientes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Teotonio de Oliveira

    1995-06-01

    Full Text Available Durante o período de 1971 a 1993, 52 miastênicos sem timoma (7 homens e 45 mulheres foram timectomizados por via esternal. Os resultados foram classificados em remissão e não-remissão . A taxa de remissão foi 48%. No grupo de remissões havia 5 homens e 20 mulheres. O tempo de seguimento foi de 5,5 anos em ambos os grupos. Os pacientes foram classificados clinicamente segundo a classificação de Osserman. De 16 pacientes na categoria II A, 11 entraram em remissão; de 36 pacientes nas categorias II B e III, 14 entraram em remissão. O tempo de duração de doença foi de 1,8 e 4,3 anos nos grupos de remissões e não-remissões, respectivamente. Todos os pacientes que entraram em remissão tinham menos de quatro anos de doença. Dos 43 pacientes com menos de quatro anos de doença, 42% não apresentaram remissão significando que um tempo de doença de menos de quatro anos não é indicador de remissão. Nossos dados indicam um melhor prognóstico quando a timectomia é feita nos primeiros quatro anos de doença.

  16. FADIGA LABORAL EM TRABALHADORES RURAIS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karla Nayalle de Souza Oliveira

    2013-01-01

    Full Text Available El objetivo fue identificar la existencia de estrés laboral de trabajadores rurales del Bom Jesus-PI, Brasil. Estudio descriptivo exploratorio llevado acabo entre abril y junio de 2011, con 47 trabajadores. Recopilación de datos se realizó por instrumento para evaluación del estrés llamado Cuestionario Bipolar y guión de entrevista semiestructurada con la caracterización del perfil sociodemográfico y de las condiciones de trabajo. Se tabularon los cuestionarios, que se compararon por Chi-Cuadrado con 95% de confiabilidad. Se realizó para diferenciación o clasificación de las respuestas analizadas y observación del comportamiento dentro de grupos el análisis de componentes principales y agrupaciones. El estrés es común en el medio rural, principalmente en forma de estrés intenso, debido a la exposición a condiciones insalubres para el trabajador. Aunque no se identifican, directamente, sus factores desencadenantes, por lo tanto, sus medidas de prevención.

  17. Achados eletrencefalográficos em pacientes com toxoplasmose

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rubens Moura Ribeiro

    1964-06-01

    Full Text Available Foram estudados os exames eletrencefalográficos de 34 pacientes com toxoplasmose, comparando-os com os eletrencefalogramas obtidos em grupo contrôle constituido por 50 indivíduos sem coriorretinite, sem síndrome convulsiva e sem sintomatologia neurológica. Para diferençar traçados eletrencefalográficos normais de traçados alterados foram considerados: a a presença, ou não, de atividade paroxística focal; b a freqüência geral da atividade elétrica; c as assimetrias de ritmo; d o caráter e grau de resposta à ativação pela hiperpnéia. Alterações eletrencefalográficas foram observadas em 30 (88,2% pacientes do grupo com toxoplasmose e em 27 (54% indivíduos do grupo contrôle. Atividade paroxística focal representada por ondas "sharp" foi registrada em 18 (53% pacientes do grupo patológico: em 7 a alteração foi encontrada no traçado de repouso e confirmada no traçado ativado pela hiperpnéia; em 10 a alteração só foi registrada durante o traçado ativado; em 1, só foi observada durante o traçado de repouso, não tendo sido o paciente submetido à ativação pela hiperpnéia. No grupo contrôle, a atividade paroxística focal foi observada em 8 (16% indivíduos, sendo que em um a alteração foi registrada durante o traçado de repouso e durante o sono. Ritmos rápidos de mais de 13 c/seg. foram registrados em 5 (15% pacientes do grupo patológico; no grupo contrôle não foram encontrados ritmos rápidos. Assimetria da atividade elétrica cerebral apareceu em 7 (21,2% pacientes do grupo patológico e em 3 (6% do grupo contrôle. Desorganização do ritmo foi encontrada em 15 (46,9% pacientes do grupo patológico e em 11 (22% do grupo contrôle, sempre mediante ativação pela hiperpnéia. A desorganização do ritmo, quando encontrada, revelou-se, em média, mais duradoura no grupo patológico que no grupo contrôle. Irregularidade do ritmo foi observada em 12 (37,5% pacientes do grupo patológico, sendo que em dois

  18. Linfedema em Pacientes Submetidas à Mastectomia Radical Modificada

    OpenAIRE

    Freitas Júnior Ruffo de; Ribeiro Luiz Fernando Jubé; Taia Lúcia; Kajita Dáissuke; Fernandes Marcus Vinícius; Queiroz Geraldo Silva

    2001-01-01

    Objetivo: avaliar a taxa de linfedema em pacientes tratadas cirurgicamente para câncer de mama e sua relação com o tipo de cirurgia, idade e peso das pacientes. Métodos: foram estudadas 109 pacientes portadoras de câncer de mama, submetidas à mastectomia radical modificada com conservação do músculo peitoral maior ou de ambos os peitorais. Considerou-se como linfedema quando houve diferença maior que 2,0 cm entre as circunferências dos membros superiores, mensurados acima e abaixo do olécrano...

  19. Linfedema em Pacientes Submetidas à Mastectomia Radical Modificada

    OpenAIRE

    Freitas Júnior Ruffo de; Ribeiro Luiz Fernando Jubé; Taia Lúcia; Kajita Dáissuke; Fernandes Marcus Vinícius; Queiroz Geraldo Silva

    2001-01-01

    Objetivo: avaliar a taxa de linfedema em pacientes tratadas cirurgicamente para câncer de mama e sua relação com o tipo de cirurgia, idade e peso das pacientes. Métodos: foram estudadas 109 pacientes portadoras de câncer de mama, submetidas à mastectomia radical modificada com conservação do músculo peitoral maior ou de ambos os peitorais. Considerou-se como linfedema quando houve diferença maior que 2,0 cm entre as circunferências dos membros superiores, mensurados acima e abaixo do olécrano...

  20. Uma pesquisa quase experimental em enfermagem sobre dor em pacientes em coma

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gunnar Glauco de Cunto Taets

    Full Text Available RESUMO Objetivo: verificar se pacientes em coma sentem dor durante a intervenção de enfermagem banho no leito. Método: 19 pacientes com 61 ± 17,39 anos de idade participaram do estudo. Realizou-se, pelo método ELISA, a análise quantitativa de substância P (SP na saliva coletada antes e durante o banho no leito. Utilizou-se o programa Graph Pad Prisma 6 para análise dos dados. A verificação da normalidade foi feita pelo teste de Shapiro Wilk que determinou a escolha do teste não paramétrico de Wilcoxon. Resultados: o estudo apresentou aumento estatístico significativo (∆= 5.62%, p<0,001 no nível de SP dos pacientes estudados durante a intervenção de enfermagem. Conclusão: conclui-se que quando cuidamos de pacientes em coma, durante o banho no leito, provocamos ou acrescentamos estímulos dolorosos, logo, eles sentem dor.

  1. Pictograma de Fadiga: uma alternativa para avaliação da intensidade e impacto da fadiga Pictograma de Fatiga: una opción para la evaluación de la severidad e del impacto de la fatiga Fatigue Pictogram: an option for assessing fatigue severity and impact

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dálete Delalibera Corrêa de Faria Mota

    2009-12-01

    Full Text Available O objetivo foi validar o Fatigue Pictogram para uso no Brasil. Os dados foram coletados em quatro ambulatórios de oncologia de São Paulo (SP e na Escola de Enfermagem da USP. A amostra de conveniência envolveu 584 pacientes com câncer, 184 acompanhantes e 189 estudantes de graduação enfermagem, que responderam ao Pictograma de Fadiga, ao Inventário de Depressão de Beck (IDB e Escala de Karnofsky (KPS. Foram feitos testes de validade e confiabilidade. O Teste-reteste mostrou que o instrumento tem boa estabilidade. O primeiro item do Pictograma de Fadiga discriminou estudantes de cuidadores de pacientes, mas não pacientes de cuidadores. O segundo item discriminou todos os grupos. Observou-se adequada validade convergente (fadiga e depressão e divergente (fadiga e Karnofsky. O Pictograma de Fadiga é válido, confiável e fácil de usar para avaliar fadiga em câncer, mas necessita ajustes para uso em pessoas saudáveis.El objetivo fue validar el Pictograma de Fatiga para su uso en Brasil. Los datos fueron recolectados en cuatro clínicas de oncología ambulatoria de São Paulo (SP y la Escuela de Enfermería de la USP. La muestra de conveniencia incluyó 584 pacientes con cáncer, 184 acompañantes y 189 es tudiantes de posgrado en enfermería, que respondieran a la Pictograma de Fatiga, el Inventario de Depresión de Beck (BDI y la escala de Karnofsky (KPS. Realizadas pruebas de validez y fiabilidad. Test-retest mostró que el instrumento tiene una buena estabilidad. El primer item del Pictograma de Fatiga discriminó estudiantes de los cuidadores de los pacientes, pero no los pacientes de los cuidadores. El segun item discriminó todos los grupos. Hubo suficiente validez convergente (fatiga y depresión y divergente(Karnofsky y fatiga. Pictograma de Fatiga es válida, fiable y fácil de utilizar para evaluar la fatiga en el cáncer, pero necesita ajustes para el uso en personas sanas.The purpose of this paper was to validate the

  2. TEMPERATURAS DAS DIETAS DE PACIENTES SERVIDAS EM UM HOSPITAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Camila Kelly de Sena Souza

    2016-08-01

    Full Text Available Para que o alimento possa cumprir seu papel de mantenedor do estado nutricional dos pacientes, é preciso considerar a composição nutricional, a qualidade microbiológica e os aspectos organolépticos da refeição. Nesse contexto, este estudo teve por objetivo avaliar a temperatura das preparações destinadas aos pacientes de um hospital particular em São Paulo. As refeições são acondicionadas em dois tipos de recipientes: pratos retornáveis e pratos térmicos descartáveis capazes de suportar reaquecimento em forno micro-ondas. Neste trabalho, foram analisadas as dietas oferecidas no almoço e jantar dos pacientes em sete refeições. A temperatura foi aferida na montagem, e antes da entrega ao paciente com um termômetro a laser. Todos os alimentos apresentaram temperaturas corretas ao final da cocção, porém apenas 5,4% das preparações se encontravam em temperatura de segurança no momento da montagem das bandejas dos pacientes. Nas copas, 8,9% das preparações se encontravam abaixo da temperatura correta, após o reaquecimento. Apesar do reaquecimento final possivelmente melhorar a aceitação da dieta, a qualidade microbiológica pode estar comprometida, uma vez que os alimentos foram mantidos em temperatura inadequada entre uma e duas horas. Torna-se necessário investimento em novos equipamentos no local de produção, para evitar perda da temperatura antes da montagem das bandejas com consequente aumento do tempo de exposição dessas preparações em temperaturas inadequadas, além de manutenção preventiva e corretiva dos equipamentos utilizados no local de distribuição, treinamento dos funcionários e monitoramento constante da temperatura durante todo processo produtivo.

  3. Qualidade de vida em pacientes coronariopatas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Cecília Bueno Jayme Gallani

    2003-02-01

    Full Text Available Este estudo comparou as medidas de qualidade de vida (QV entre 49 sujeitos com infarto do miocárdio (IM e 27 com angina pectoris (AP, atendidos em ambulatório em um hospital universitário. Os dados foram obtidos por meio da aplicação de um questionário para levantamento de dados sociodemográficos e clínicos e do instrumento SF-36 para avaliação da QV. Constatou-se, em ambos os grupos, comprometimento da QV nas dimensões: aspectos físicos, dor, estado geral de saúde, vitalidade, aspectos sociais e saúde mental. Variáveis sociodemográficas e clínicas foram associadas com menores escores de QV em diferentes dimensões. Estudos futuros devem ser conduzidos, visando a ampliação do tamanho da amostra, e a compreensão da magnitude do efeito destas variáveis sobre a QV do coronariopata.

  4. Anestesia para craniotomia em paciente acordado: relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nelson Davi Bolzani

    2013-12-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Alguns procedimentos intracranianos são possíveis com pacientes acordados e os desafios vão da cooperação do paciente até a homeostasia. O objetivo é apresentar um caso de cirurgia intracraniana para exérese de tumor em lobo parietal esquerdo com o paciente em estado vígil. RELATO DE CASO: Após seleção do paciente e preparo psicológico, foi esclarecida e aceita a proposta de exérese de lesão parietal esquerda em estado vígil. Administraram-se propofol e remifentanil em perfusão contínua para manter o escore de Ramsay entre 2-3. Foi feito um bloqueio bilateral do escalpo com ropivacaína. Foi instalado o fixador de Mayfield e os campos cirúrgicos foram ajustados para manter vias aéreas e olhos acessíveis para o mapeamento com eletroestimulação e exérese da lesão. Para incisão da dura-máter foi aplicada uma compressa com lidocaína 2% por três minutos. A cirurgia transcorreu sem intercorrências. O paciente recebeu alta hospitalar no sétimo dia de internação sem apresentar complicação. CONCLUSÃO: Apesar de ser um desafio manter analgesia e estabilidade hemodinâmica com o paciente acordado, a infusão alvo-controlada do propofol estabeleceu o nível de consciência desejado; a do remifentanil titulou a analgesia e a sedação sem o acúmulo da droga e o bloqueio com a ropivacaína, uma analgesia satisfatória. Concluímos que a técnica anestésica foi satisfatória para nosso paciente.

  5. Identificação do dano induzido por fadiga e cura de micro trincas em compósitos cerâmicos particulados, voltados à aplicação em pavimentos flexíveis Fatigue damage induced and healing identification in particulate ceramic composites for application in flexible pavings

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    F. R. G. Nunes

    2009-12-01

    Full Text Available Um dos grandes defeitos ocorrentes no pavimento, ao longo de sua vida útil, é o trincamento por fadiga. Este problema, em geral, se inicia na base do revestimento asfáltico e se propaga para a sua superfície. A caracterização das misturas asfálticas, realizada comumente no Brasil, é baseada no número de ciclos que causam a ruptura no ensaio de fadiga. No entanto, tal número não é um parâmetro mecânico, podendo variar para diferentes condições de contorno. O objetivo do presente artigo é identificar parâmetros mecânicos, referentes ao trincamento por fadiga, do compósito asfáltico com agregado sintético de argila calcinada (ASAC. Para tanto, foi utilizado um modelo viscoelástico de dano contínuo, fundamentado em trabalhos de Shapery, Kim e Lee. Os resultados com o compósito estudado (ASAC mostraram que a perda de rigidez, baseada em uma variável interna de estado, pode ser um critério de fadiga; que o ensaio pode ser realizado para um nível de tensão; a cura de microtrincas durante os períodos de não solicitação da estrutura.One of the major distresses in flexible pavings, throughout its useful life, is the fatigue cracking. This problem, in general, initiates in the base of the asphalt layer and propagates for its surface. The characterization of the asphalt mixtures, carried out in Brazil, is based on the number of cycles that cause the rupture in the fatigue test. However, such number is not a mechanical parameter, varying for different boundary conditions. The objective of the present article is to identify mechanical parameters, referring fatigue cracking, of the asphalt composite with synthetic calcinated clay aggregates (SCCA. To this end, a continuum damage viscoelastic model was used based works from Shapery, Kim and Lee. The results with the composite studied (SCCA had shown: that the loss of rigidity, based on an internal state variable, can be a fatigue criterion; that the test can be carried through

  6. Avaliação da fissuração por fadiga em tubos durante transporte marítimo Fatigue cracking evaluation in pipes during maritime transportation

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Mauricio Godoy

    2010-03-01

    Full Text Available Tubos de aço são transportados diariamente em todo o mundo, por caminhão, trem ou navio. Conseqüentemente, danos de transporte, podem ocorrer com freqüência e regularidade. O tipo de dano particular selecionado para este estudo foi o de trinca por fadiga, o qual é considerado como um dos mais críticos. Neste trabalho foram estudados tubos de aço fabricados de acordo com os requisitos da norma API 5L [1]. Foram efetuadas caracterizações químicas, mecânicas e metalográficas de um tubo com diâmetro 609,6 mm e espessura 15,87 mm grau X-65. A simulação do transporte por navio de tubos de aço foi feita submetendo-se seções de tubo com comprimento igual a 0,1 metro, a ciclos de fadiga por meio de máquina servo-hidráulica. Foi possível concluir que em tubos soldados, a região adjacente ao cordão de solda é a mais crítica, e que quando o posicionamento do tubo na carga é efetuado de maneira que a solda fique apoiada sobre alguma superfície rígida, a ocorrência de trinca por fadiga torna-se possível principalmente se os procedimentos de manuseio, carregamento e transporte não forem executados da maneira como recomendada pelos fabricantes de tubos e pela norma API [2].Steel pipes are daily transported all over the world by truck, train or ship. Consequently, shipping damages may occur frequent and regularly. The particular damage selected for this study was fatigue cracking, that is considered as the more critical one. In this job were studied steel pipes manufactured according to the requirements of the specification API 5L [1]. Chemical, mechanical and micrographic characterizations were made in a pipe size Ø 609.6 mm x 15.87 mm grade X-65. For the simulation of a ship transportation of steel pipes, pipe lengths sections of 0.1 meter were submitted to fatigue cycles from a servo-hydraulic machine. It was possible to conclude that in welded pipes, the weld region adjacent to the weld toe is the more critical and when the

  7. Acatisia associada à bromoprida em um paciente deprimido usando fluvoxamina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tábita Juliana Tomelin

    2012-01-01

    Full Text Available CONTEXTO: A acatisia é definida clinicamente como uma sensação de agitação associada à necessidade de produção de movimentos, comumente deflagrada por bloqueadores dopaminérgicos, como os neurolépticos, podendo ocorrer também durante o tratamento com inibidores seletivos de recaptação de serotonina. É possível que drogas não psiquiátricas que bloqueiem receptores dopaminérgicos, como a bromoprida, possam causar sintomas extrapiramidais. OBJETIVOS: Descrever um desfecho desfavorável caracterizado por acatisia em um paciente depressivo previamente estabilizado com fluvoxamina, após usar bromoprida. MÉTODOS: Descrição de um caso. RESULTADOS: Sr. J., paciente deprimido de 47 anos, estava estabilizado com fluvoxamina 200 mg por dia. Iniciou abruptamente com quadro de inquietação e necessidade de produzir movimentos voluntariamente a fim de aliviar esse desconforto. Há quatro dias havia iniciado o uso de bromoprida 30 mg por dia para tratamento de dispepsia. A suspensão da bromoprida promoveu alívio imediato dos sintomas. CONCLUSÃO: A bromoprida, um bloqueador dopaminérgico, pode ter deflagrado acatisia em um paciente em uso de fluvoxamina. Os mecanismos farmacológicos relacionados a esse desfecho são discutidos.

  8. Factores asociados al patrón de sueño en pacientes con insuficiencia cardíaca

    OpenAIRE

    Mariana Alvina dos Santos; Diná de Almeida Lopes Monteiro da Cruz; Ricardo Luís Barbosa

    2011-01-01

    O estudo teve como objetivo descrever o padrão de sono em pacientes com insuficiência cardíaca (IC) e analisar associações do sono com as seguintes variáveis: sexo, idade, fadiga, fadiga ao esforço, atividade física, classe funcional, terapia medicamentosa, dispneia e índice de massa corporal. A amostra não probabilística foi de 400 pacientes (idade média 57,8 anos; 64,8% eram homens; escolaridade média de 6,1 anos; 82,5% em classe funcional II ou III). A prevalência de maus dormidores foi de...

  9. Fadiga relacionada ao câncer: uma revisão Cancer-related fatigue: a review

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maira Paschoin de Oliveira Campos

    2011-04-01

    Full Text Available A fadiga relacionada ao câncer (FRC é um dos sintomas mais prevalentes em pacientes com câncer, sendo reportada por 50% a 90% dos pacientes durante o curso da doença ou do seu tratamento, impactando na qualidade de vida de forma severa além de diminuir a capacidade funcional diária dos pacientes. Uma abordagem ampla deve ser realizada com orientações gerais sobre fadiga, além da determinação de um plano individualizado de abordagem terapêutica. Pacientes com fadiga moderada ou severa devem se beneficiar de ambas as medidas farmacológicas e não farmacológicas a serem adotadas, enquanto pacientes que apresentem fadiga leve que não interfira na qualidade de vida podem ser tratados com medidas não farmacológicas como única medida terapêutica. O tratamento não farmacológico se mostra promissor com o uso de terapias cognitivas-comportamentais (conservação de energia e organização de atividades diárias realizadas, ECAM, exercícios físicos e talvez terapias do sono. O tratamento farmacológico tem mostrado resultados promissores que incluem o uso de psicoestimulantes tais como metilfenidato e dexmetilfenidato, modanafil (em pacientes com fadiga severa e agentes estimuladores de eritropoietina em pacientes com anemia associada à quimioterapia e hemoglobina menor que 10 mg/dL. Além dessas drogas, o uso de Guaraná (Paullinia cupana tem-se mostrado uma opção promissora, com efeitos benéficos no tratamento da fadiga física e mental relacionada ao câncer. Por ser uma opção sem efeitos colaterais significantes e uma planta nacional, torna-se atrativo considerando o fácil acesso a esta medicação por seu baixo custo e fácil adesão ao tratamento. O tratamento pode ser oferecido através de uma abordagem multimodal e multidisciplinar que individualize as opções terapêuticas dentro de um contexto que promova o diagnóstico acurado da FRC, além de um tratamento específico e adequado para cada paciente que apresente

  10. Análise do efeito higrotérmico no comportamento em fadiga de compósitos de PPS/fibras de carbono On the analysis of hygrothermal effect on fatigue behavior of PPS/carbon fiber composite

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria C. M. de Faria

    2012-01-01

    Full Text Available O contínuo crescimento na utilização de compósitos termoplásticos em componentes estruturais na indústria aeroespacial deve-se, primordialmente, à flexibilidade de projeto, excelência de suas propriedades mecânicas e baixa massa específica, aliadas aos elevados valores de resistência mecânica e rigidez e baixa incidência de corrosão, atendendo aos severos requisitos de desempenho quando em serviço dessas estruturas. Componentes com exigências estruturais, quando expostos a ambientes agressivos como elevada temperatura e umidade, podem ter suas propriedades mecânicas sensibilizadas por esses fatores ambientais, e devem ser cuidadosamente avaliados antes de serem colocados em serviço. Em função do que foi exposto este trabalho tem como objetivo contribuir para a avaliação do efeito higrotérmico na resistência à fadiga do compósito termoplástico PPS/fibras de carbono. Os materiais estudados foram cedidos pela empresa holandesa TenCate, fornecedora de laminados da Airbus e EMBRAER. Os resultados obtidos neste trabalho mostram que compósitos de PPS/fibras de carbono apresentam um aumento nos valores de resistência à tração quando condicionados higrotermicamente, devido à plasticização desta matriz polimérica, aumentando, consecutivamente, sua tenacidade à fratura. Entretanto, a partir dos ensaios realizados, foi constatado que o condicionamento higrotérmico não alterou de forma significativa o comportamento de vida em fadiga dos laminados PPS-C.The continued growth in the use of polymer composites in structural components in the aerospace industry is due primarily to the design flexibility, excellent mechanical properties and low density, combined with the high values of mechanical strength and stiffness and low incidence of corrosion, with which these structures meet several performance requirements when in service. Components with structural requirements may have their mechanical properties affected when

  11. Influência da fadiga unilateral de membro inferior sobre o salto vertical bilateral

    OpenAIRE

    MARCHETTI, Paulo Henrique; Uchida,Marco Carlos

    2011-01-01

    Em saltos verticais é comum a verificação do déficit de força bilateral. Essa é caracterizada pela menor força gerada em contrações bilaterais, quando comparada à soma das contrações unilaterais dos mesmos músculos. Pouco se conhece sobre o efeito da fadiga unilateral sobre atividades bilaterais. O objetivo do estudo foi verificar o efeito da fadiga unilateral sobre o rendimento e o déficit bilateral durante saltos verticais bipedais. Dez adultos jovens sedentários fatigaram unilateralmente c...

  12. Colecistectomia videolaparoscópica em 960 pacientes idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edson Ricardo Loureiro

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar o tempo operatório, a permanência hospitalar, a taxa de conversão, a morbidade e a mortalidade de pacientes idosos submetidos à colecistectomia videolaparoscópica por doença da vesícula biliar. MÉTODOS: Estudo descritivo, retrospectivo, realizado no prontuário de 960 pacientes, de ambos os sexos, com idade entre 60 e 97 anos no período de janeiro de 1993 a agosto de 2009. RESULTADOS: O tempo operatório variou de nove a 180 minutos. O tempo de internação variou de 24 a 120 horas. A conversão ocorreu em 28 pacientes (2,92%, dos quais 67,9% eram mulheres e 28,6% homens tendo sido em 11 casos (39,3% realizada minilaparotomia e em 17 (60,7% a via aberta convencional. As intercorrências no transoperatório foram duas rupturas da vesícula biliar, uma falha no pneumoperitônio e uma na clipagem do ducto cístico. No pós-operatório observaram-se cinco hérnias umbilicais incisionais. As complicações sistêmicas foram: nove arritmias cardíacas, uma icterícia pós-operatória, um infarto agudo do miocárdio e um infarto enteromesentérico. Mortalidade ocorreu em três pacientes (0,3%, um por infarto agudo do miocárdio no transoperatório, uma sepse e um infarto enteromesentérico. CONCLUSÃO: Os pacientes idosos submetidos à colecistectomia videolaparoscópica apresentaram baixo tempo de internação hospitalar e baixa morbimortalidade. O tempo operatório e o de internação hospitalar foram curtos, demonstrando que a colecistectomia videolaparoscópica é procedimento seguro e eficaz nos idosos.

  13. Anestesia para cesariana em paciente com siringomielia lombar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lakshmi Jayaraman

    2011-08-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Siringomielia é uma condição neurológica incomum caracterizada pela presença de uma cavidade cística expansiva na medula espinhal, resultando em várias manifestações neurológicas. O objetivo deste relato de caso é destacar a segurança da anestesia geral nesse grupo de pacientes. RELATO DO CASO: Primigesta de 28 anos, com diagnóstico de siringomielia lombar, foi programada para cirurgia de cesareana (CC. A cirurgia foi realizada sob anestesia geral, sem complicações. A anestesia geral foi escolhida no caso dessa paciente para evitar qualquer manipulação do espaço subaracnoideo no bloqueio do neuroeixo central, o que poderia levar a alterações da pressão intracraniana ou agravamento de sintomas neurológicos. Foi utilizado rocurônio, considerando que evita aumento de pressão no líquido cefalorraquidiano e hipercalemia, que podem ser vistos com succinilcolina. CONCLUSÕES: A anestesia geral pode ser usada com segurança em pacientes portadores de siringomielia. Devem-se tomar precauções para evitar aumento da pressão intracraniana e o bloqueio neuromuscular deve ser monitorado.

  14. Uso excessivo do cateter vesical em pacientes internados em enfermarias de hospital universitário

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucieni de Oliveira Conterno

    2011-10-01

    Full Text Available Este estudo de corte incluiu 254 pacientes adultos que usaram cateter vesical (CV durante a hospitalização em enfermarias de um hospital universitário. Foram avaliados: utilização do cateter, indicação, tempo de permanência, densidade de infecção urinária, mortalidade e permanência hospitalar. Durante o período de estudo, 14% dos pacientes internados usaram CV, totalizando 1.735 CV-dia. Em 23% dos casos, o procedimento não foi prescrito, nem sua indicação foi documentada. O tempo médio de uso do CV foi de 6,8 dias. Entre os pacientes clínicos, a indicação do CV foi inadequada em 29%; o tempo de permanência foi considerado inadequado em 49% dos pacientes clínicos e em 66,9% dos pacientes cirúrgicos. Pacientes com uso inadequado do CV tiveram mais infecção do trato urinário (RR 1,86 IC95% 1,4 a 3,04 e maior tempo de permanência hospitalar (11,9 e 8,9 dias, p=0,002. O estudo permitiu identificar no processo assistencial falhas potencialmente modificáveis e importantes para a prevenção da infecção do trato urinário por cateter vesical.

  15. Erro médico em pacientes hospitalizados Medical errors in hospitalized patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Manoel de Carvalho

    2002-01-01

    Full Text Available Objetivo: o presente artigo tem por objetivo revisar a literatura e discutir a questão do erro médico em pacientes hospitalizados, enfocando sua conceituação, incidência, fatores predisponentes e mecanismos de prevenção. Aborda, em especial, erros e eventos adversos com drogas envolvendo recém-nascidos e pacientes pediátricos. Métodos: revisão bibliográfica utilizando banco de dados Medline, selecionando-se aqueles com informações atuais e relevantes. Resultados:mesmo assumindo que a notificação do erro médico não ocorre em um grande número de eventos, é importante notar que sua incidência é muito maior do que julgamos. Só nos EUA, cerca de um milhão de pacientes por ano são vítimas de erros médicos e eventos adversos com drogas. Segundo recente metanálise, esta é, hoje, a quarta causa de morte nos EUA. Em unidades de terapia intensiva neonatal e pediátrica, nas quais é grande a complexidade e a freqüência de procedimentos, a ocorrência de erros é maior. Estima-se que quinze por cento das internações em unidades de terapia intensiva neonatal sejam acompanhadas de erro médico. A maioria destes erros acontece durante o período noturno, e envolve administração incorreta de droga (35% e erro na interpretação da prescrição (26%. Fatores ambientais (barulho, calor, psicológicos (tédio, ansiedade, estresse e fisiológicos (fadiga, sono contribuem para a ocorrência de erros. Recente estudo revela que após um plantão de 24 horas, sem dormir, o desempenho psicomotor de um profissional de saúde é semelhante ao de um indivíduo legalmente bêbado (nível sérico alcoólico maior ou igual a 0,08%! Conclusões: mesmo em profissionais conscientes, erros são acompanhantes inevitáveis da condição humana. A prevenção de erros deve basear-se na busca de causas reais, que geralmente incluem erros no sistema de organização e implementação do serviço. Erros devem ser aceitos como evidência de falha no

  16. Qualidade do sono em pacientes fibromiálgicos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Florinda Freire Moro

    2014-03-01

    Full Text Available Objetivo: Analisar a qualidade do sono em paciente fibromiálgicos, identificando seus principais hábitos noturnos e verificando os possíveis fatores que influenciam na qualidade do sono. Métodos: Pesquisa observacional, transversal, de caráter quantitativo, realizada em ambulatório de fisioterapia no período março a abril de 2012. Participaram 24 pacientes fibromiálgicos, independente do sexo e idade. Aplicou-se um questionário baseado no Pittsburgh Sleep Quality Index (PSQI para avaliar a qualidade e hábitos noturnos. As informações foram analisadas através de estatística descritiva. Resultados: Em relação à latência do sono, apenas 1 (4,2% leva para dormir um tempo menor ou igual a 15 min e 19 (79,2% apontaram dificuldade de “não adormecer em até 30 min” por mais de 3 vezes por semana. O componente “sentir dor” e o “acordar no meio da noite” tiveram maiores influências no distúrbio do sono destes pacientes. Quanto à duração do sono, 7 (29,2% dormem menos que 5 horas. Sobre a eficiência do sono, 12 (50,0% possuíam uma eficiência do sono superior a 85%, 10 (41,7% possuíam eficiência do sono entre 75-84% e apenas 2 (8,33% eficiência de 65-74%. Quanto ao uso de medicação para dormir, 12 (50% não usaram durante o mês e 12 (50% usavam entre 3 ou mais vezes durante a semana. Conclusão: Os pacientes com fibromialgia no presente estudo apresentaram um declínio na qualidade e eficiência do sono, sendo influenciados pela latência e duração do sono, presença de dor e despertar noturno.

  17. Doenca renal policistica autossomica dominante em pacientes em hemodialise no sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Everton Fernando Alves

    2014-03-01

    Full Text Available Introdução: A doença renal policística autossômica dominante é a enfermidade renal hereditária mais comum em seres humanos. Objetivo: Analisar a prevalência, características clínicas e laboratoriais de pacientes com rins policísticos e relacionar as manifestações da doença por gênero. Métodos: Trata-se de um estudo observacional e retrospectivo. Foram revisados todos os prontuários médicos de pacientes com rins policísticos admitidos para hemodiálise entre 1995 e 2012, em quatro centros que atendem a área de abrangência da 15ª regional de saúde do Paraná, Brasil. Resultados: Fizeram parte do estudo 48 pacientes com rins policísticos, causa primária da doença renal crônica (DRC estágio 5. A prevalência da doença foi de um em 10.912 habitantes. A média de idade de ingresso na hemodiálise (50,7 anos e o tempo de seguimento em hemodiálise até o transplante (36,5 meses foi menor nos homens. A hipertensão arterial foi o diagnóstico mais frequente em 73% dos pacientes, com predominância em mulheres (51,4%. O cisto hepático foi a manifestação extrarrenal mais frequente nos homens (60,0%. Foram a óbito 10,4% dos pacientes que faziam uso de hemodiálise, sendo 60% de homens. A classe de droga anti-hipertensiva mais utilizada foi a que atua no sistema renina-angiotensina, com maior frequência de uso nas mulheres (53,3%. A ureia pós-diálise foi significativamente maior em homens. Conclusão: A prevalência da doença é baixa entre pacientes em hemodiálise no sul do Brasil. As diferenças observadas entre os gêneros, com exceção da ureia pós, não foram significantes. Os dados encontrados são diferentes dos reportados na América do Norte e Europa.

  18. Perfil cardiovascular em pacientes com apneia obstrutiva do sono

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fátima Dumas Cintra

    2011-04-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Apneia Obstrutiva do Sono (AOS é um fator de risco para várias condições cardiovasculares incluindo aumento na mortalidade cardiovascular. Sendo assim, é essencial o conhecimento das principais repercussões cardiovasculares dos distúrbios respiratórios do sono durante uma avaliação clínica. OBJETIVO: Analisar as características cardiovasculares de pacientes com AOS. MÉTODOS: Pacientes submetidos a polissonografia basal foram consecutivamente selecionados do banco de dados do Instituto do Sono entre março de 2007 e março de 2009. Todos os pacientes foram orientados a comparecer ao ambulatório para coleta de sangue, exame físico, eletrocardiograma de 12 derivações, espirometria, teste cardiopulmonar em esteira ergométrica e ecocardiograma transtorácico. O estudo foi aprovado pelo comitê de ética e pesquisa e registrado no site http://clinicaltrials.gov/ sob o número: NCT00768625. RESULTADOS: Foram analisados 261 pacientes e 108 controles. As principais características dos pacientes com AOS foram: obesidade, hipertensão, baixos níveis plasmáticos de lipoproteínas de alta densidade (HDL e aumento no diâmetro do átrio esquerdo quando comparados com controles (3,75 ± 0,42; 3,61 ± 0,41, p = 0,001, respectivamente. Essas características associadas correspondem a um acréscimo de 16,6 vezes na probabilidade de ocorrência de AOS independentemente do relato de algum sintoma dessa desordem, como sonolência ou ronco. CONCLUSÃO: Na amostra avaliada, o perfil cardiovascular dos pacientes com AOS mais encontrado foi: obesidade, hipertensão arterial, baixos níveis plasmáticos de HDL e átrio esquerdo com diâmetro aumentado.

  19. Anestesia em paciente com saturnismo: relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luís Mauro Alvim de Lima

    2012-12-01

    Full Text Available JUSTICATIVA E OBJETIVOS: O saturnismo decorre da intoxicação crônica pelo chumbo, comum após exposição ocupacional. Projéteis retidos no corpo podem resultar em elevados níveis plasmáticos de chumbo com inúmeras repercussões clínicas, principalmente neurológicas. Apresentamos um caso de paciente sintomático, sem diagnóstico, que foi detectado durante visita pré-anestésica. RELATO DO CASO: Paciente apresentado para retirada de projétil alojado em joelho esquerdo há 14 anos, com polineuropatia sem investigação. Durante visita pré-anestésica foi levantada a hipótese de saturnismo, confirmada pelos altos níveis plasmáticos de chumbo (129 µg.dL-1. A cirurgia foi realizada sob anestesia geral antes do início da quelação do chumbo. Durante indução anestésica, o paciente evoluiu com apneia, sem rigidez torácica após 50 µg de fentanil. CONCLUSÃO: A intoxicação por chumbo interfere com a função de diversos órgãos e sistemas, altera o metabolismo oxidativo e os mecanismos intracelulares de sinalização. O acometimento neurológico, com redução da condução neural merece especial atenção do anestesiologista.

  20. Sobrecarga de trabalho da Enfermagem e incidentes e eventos adversos em pacientes internados em UTI

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcia Cristina Zago Novaretti

    2014-10-01

    Full Text Available Estudo prospectivo, tipo coorte que visou identificar a influência da sobrecarga de trabalho da Enfermagem na ocorrência de incidentes sem lesão e eventos adversos em 399 pacientes internados em Unidades de Terapia Intensiva (UTI. Para coleta de dados, foi aplicado um questionário estruturado e feita análise de prontuários. Nessas admissões, aproximadamente 78% dos incidentes sem lesão e eventos adversos em pacientes foram relacionados à esfera da Enfermagem. Essas ocorrências foram atribuídas à sobrecarga de trabalho, aumentaram o número de dias de internação e o risco de óbito dos pacientes estudados. É fundamental que os gerentes de enfermagem atuem no processo de gestão de pessoas no âmbito hospitalar, evitando a sobrecarga de trabalho e proporcionando, consequentemente, aumento da segurança do paciente.

  1. Iatrogenia em pacientes idosos hospitalizados Iatrogeny in hospitalized elderly patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eurico T. Carvalho-Filho

    1998-02-01

    Full Text Available Analisar as complicações iatrogênicas apresentadas por idosos hospitalizados. Estudo retrospectivo dos prontuários de 96 pacientes, 48 do sexo masculino e 48 do feminino, com idades variando de 60 a 93 anos (média: 75,7 anos, hospitalizados durante o ano de 1995 em enfermaria geriátrica. A análise da evolução dos pacientes durante o período de hospitalização permitiu evidenciar: 1 em 42 (43,7% pacientes ocorreram uma ou mais complicações iatrogênicas, num total de 56 episódios; 2 manifestações relacionadas aos procedimentos diagnósticos corresponderam a 17,9% das iatrogenias; 3 alterações relacionadas às medidas terapêuticas corresponderam a 58,9%, sendo 32,1% referentes à terapêutica farmacológica e 26,8% a outros procedimentos terapêuticos; 4 manifestações iatrogênicas não relacionadas diretamente às afecções (úlceras de decúbito, quedas e fraturas corresponderam a 23,2%; 5 a presença de manifestações iatrogênicas correlacionou-se com período mais prolongado de internação; 6 cinco pacientes faleceram em conseqüência direta de complicações iatrogênicas. A iatrogenia é freqüente em pacientes idosos hospitalizados, podendo determinar manifestações graves e mesmo fatais. Como uma significativa proporção dessas complicações pode ser evitada através de medidas adequadas, deve-se procurar identificar suas causas e desenvolver métodos para previni-la ou reduzir seus efeitos.PURPOSE: To evaluate the iatrogenic complications in hospitalized elderly patients. MATERIAL AND METHOD: Review of the medical records of 96 patients, 48 men and 48 women, aged 60 to 93 years (75.7 years on average, hospitalized in a geriatric ward during 1995. RESULTS: The study of the medical records of the patients showed: 1 forty-two (43.7% of the elderly had one or more iatrogenic illnesses, with a total of 56 occurrences; 2 complications due to diagnostic tests corresponded to 17.9% of the iatrogenic disorders; 3

  2. Endocardite bacteriana em paciente com diabetes mellitus tipo 2

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alcinda Aranha Nigri

    2016-10-01

    Full Text Available Introdução: A endocardite infecciosa é uma infecção microbiana da superfície do endocárdio. Acomete sobretudo valvas cardíacas, em geral, a mitral. Etiologias comuns são: uso de drogas injetáveis, infecção oral, hemodiálise a longo prazo e diabetes mellitus (DM. O diagnóstico é realizado por meio dos Critérios de Duke. Objetivos: Relatar caso de endocardite de paciente do Hospital Santa Lucinda (HSL. Metodologia: As informações foram obtidas pelo exame clínico, prontuário da paciente, relato da equipe médica e revisão de literatura. Relato de Caso: Paciente L.F.P.L., F., 54 anos, DM tipo 2, hipertensa, com insuficiência renal crônica não-dialítica, com úlceras de membros inferiores (MMII. Foi realizado debridamento e uso de antibiótico (ATB. Posteriormente, procurou hospital com queixa de dispneia. Diagnosticada com pneumonia (sic, usou ATB. A posteriori, apresentou anasarca e febre. Não houve leucocitose provavelmente devido ao uso de ATB. Constatou-se sopro mitral; no ecocardiograma: insuficiência mitral e tricúspide e vegetação em valva mitral, indicando endocardite infecciosa. Encaminhada ao HSL para cirurgia, apresentou na admissão: derrame pleural, hemo- e leucograma (LEU sem alterações, ureia 142, glicose 256 (mg/dL e albumina 2,6 (g/dL. Após 6 dias, foi inserida a prótese biomitral e cerclagem de valva tricúspide. Realizou-se transfusões sanguíneas pós-cirúrgicas. Manifestou parada cardiorrespiratória (PCR, realizada ressuscitação cardiopulmonar. Após 10 dias, apresentou arritmia, PCR, sepse e foi a óbito. Conclusões: O manejo adequado do DM pode evitar complicações, como úlceras de MMII, evitando, consequentemente, a disseminação via hematogênica e o quadro de endocardite. Deve-se considerar o uso prévio de ATB ao se analisar o LEU do paciente.

  3. Qualidade de vida de pacientes com câncer de mama em terapia adjuvante Calidad de vida de pacientes con cáncer de mama en terapia adyuvante Quality of life of breast cancer patients in adjuvant therapy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Cristina Nicolussi

    2011-12-01

    Full Text Available O objetivo do estudo foi avaliar a Qualidade de Vida (QV, identificar os domínios afetados em pacientes com câncer de mama em terapia adjuvante e correlacioná-los com características sócio-demográficas, clínicas e terapêuticas. Estudo transversal, realizado com 35 pacientes entre agosto de 2007 e dezembro de 2008. Utilizou-se o instrumento Quality of Life Core-30-Questionnaire (QLQ-C30. A Qualidade de Vida geral foi considerada pouco satisfatória. Os domínios afetados foram: função emocional, insônia, dor e fadiga. Nas correlações, as pacientes acima de 60 anos apresentaram pior escore na função emocional, as submetidas à cirurgia referiram mais constipação, as que realizavam radioterapia obtiveram pior escore para QV geral e as que estavam em quimioterapia há mais de seis ciclos apresentaram a função emocional afetada e dispnéia. Concluiu-se que os tratamentos adjuvantes afetaram de algum modo as pacientes, causando déficit na função emocional e relataram mais sintomas, prejudicando assim sua QV.El objetivo fue evaluar la calidad de vida (CV, identificar los dominios afectados en pacientes con cáncer de mama en terapia adyuvante y correlacionarlos con las características socio-demográficas, clínicas y terapéuticas. Estudio transversal, con 35 pacientes, realizado entre agosto de 2007 y diciembre de 2008. Fue utilizado el instrumento Quality of Life Core-30-Questionnaire (QLQ-C30. La calidad de vida fue considerada poco satisfactoria. Los dominios más afectados fueron: función emocional, insomnio, dolor, fatiga. En las correlaciones, las pacientes con más de 60 años presentaron peores promedios en la función emocional, las pacientes que fueron sometidas a la cirugía refirieron más estreñimiento, las que recibían radioterapia presentaron peores promedios en CV general y las que habían recibido más de seis ciclos de quimioterapia presentaron la función emocional afectada y la disnea. Se concluyó que los

  4. Correlação de fadiga com dor e incapacidade na artrite reumatoide e na osteoartrite, respectivamente Correlation of fatigue with pain and disability in rheumatoid arthritis and osteoarthritis, respectively

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gilberto Santos Novaes

    2011-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar a correlação de fadiga com dor em pacientes com artrite reumatoide e de fadiga com incapacidade em pacientes com osteoartrite. MÉTODOS: Foram avaliados 20 pacientes com artrite reumatoide e 20 com osteoartrite. Fadiga foi avaliada com escala visual analógica e questionário de avaliação multidimensional de fadiga. Utilizou-se a escala visual analógica para avaliar dor e para a avaliação global da doença pelo paciente. Incapacidade foi avaliada pelo questionário de avaliação de saúde. Idade, gênero, duração da doença, escolaridade, renda mensal, uso de drogas antirreumáticas e comorbidades foram obtidos. A análise estatística incluiu teste exato de Fisher, Shapiro-Wilk, Kruskal-Wallis e Spearman. O nível de significância foi de 0,05. RESULTADOS: A fadiga mostrou-se significativamente aumentada na osteoartrite em comparação à artrite reumatoide quando se utilizou o questionário de avaliação multidimensional de fadiga (P OBJECTIVE: To investigate the correlation of fatigue with pain in rheumatoid arthritis patients and with disability in osteoarthritis patients. METHODS: Twenty patients with rheumatoid arthritis and 20 patients with osteoarthritis were evaluated. The degree of fatigue was evaluated with a visual analogue scale and the Multidimensional Assessment of Fatigue. Pain was evaluated with a visual analogue scale as well as Patient Global Assessment. For disability evaluation, the Health Assessment Questionnaire was performed. Age, gender, disease duration, education, income, antirheumatic drugs used and comorbidity were also obtained. Statistical analysis included Fisher exact, Shapiro-Wilk, Kruskal-Wallis and Spearman tests. The significance level was 0.05. RESULTS: Fatigue was more significantly increased in patients with osteoarthritis than in patients with rheumatoid arthritis when evaluated with Multidimensional Assessment of Fatigue (P < 0.05. Pain was found to correlate with fatigue

  5. Contraste iodado em tomografia computadorizada : reações adversas imediatas em pacientes hospitalizados

    OpenAIRE

    Beatriz Cavalcanti Juchem

    2005-01-01

    Pesquisa quantitativa do tipo exploratório-descritivo, prospectivo, de caráter não experimental. O objetivo consistiu em conhecer as reações adversas imediatas ao contraste iodado intravenoso em pacientes internados, submetidos a tomografia computadorizada num hospital escola, sendo campo do estudo a Unidade de Tomografia do Hospital de Clínicas de Porto Alegre. A coleta de dados ocorreu através de planilha de registros preenchida pela equipe de enfermagem atuante na Unidade, durante as 24 ho...

  6. Diagnósticos de enfermagem identificados em pacientes onco-hematólogicos: mapeamento cruzado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Miranda de Sousa

    2015-03-01

    Full Text Available Objetivo: Comparar termos livres dos registros de enfermagem com uma classificação de diagnósticos de enfermagem. Estudo de mapeamento cruzado, retrospectivo, dos registros de Enfermagem de 24 prontuários de pacientes hospitalizados numa clínica onco-hematológica de um hospital universitário do estado do Rio de Janeiro. Encontraram-se 507 termos correspondentes aos 30 Diagnósticos de Enfermagem, validados com frequência de 194 repetições entre os 24 prontuários, com uma média de 8,1 Diagnósticos de Enfermagem por paciente. Houve predomínio dos diagnósticos de Proteção ineficaz, Risco de infecção, Mucosa oral prejudicada, Hipertermia, Risco de sangramento, Fadiga, Dor aguda e Nutrição desequilibrada: menos do que as necessidades diárias. Recomenda-se a construção de protocolos clínicos a partir dos termos e dos Diagnósticos de Enfermagem encontrados neste estudo, visando à sistematização da assistência de enfermagem e do processo de enfermagem ao cliente onco-hematológico.

  7. Aspectos tomográficos da tuberculose pulmonar em pacientes adultos com AIDS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lanamar Aparecida de Almeida

    2011-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Este trabalho tem como finalidade descrever os achados tomográficos da tuberculose pulmonar em pacientes adultos com AIDS atendidos no serviço de radiologia de um hospital de referência em doenças infecciosas, procurar associações desses achados e a contagem de CD4. MATERIAIS E MÉTODOS: Foram estudados 45 pacientes por meio de tomografia computadorizada de tórax durante quatro anos. RESULTADOS: Foram encontrados linfonodomegalia mediastinal e/ou hilar em 31 (68,8% dos casos, derrame pleural em 29 (64,4%, nódulos centrolobulares de distribuição segmentar em 26 (57,7%, consolidação em 24 (53,3%, confluência de micronódulos em 17 (37,7%, nódulos mal definidos com distribuição centrolobular em 16 (35,5%, padrão de "árvore em brotamento" em 13 (28,9%, espessamento de parede brônquica em 12 (26,6%, cavidade de parede espessa em 10 (22,2%, nódulos miliares em 9 (20% e bronquiectasias cilíndricas em 6 (13,3%. Dos 45 pacientes, 35 (77,8% apresentaram CD4 200 cel/mm³. CONCLUSÃO: Concluímos que neste estudo, diversamente do descrito na literatura, linfonodomegalia mediastinal e/ou hilar e consolidação foram significativamente mais frequentes em pacientes com CD4 > 200 cel/mm³. No entanto, linfonodos com centro hipodenso foram mais frequentemente observados em pacientes com severa imunodepressão, ou seja, CD4 < 200 cel/mm³.

  8. Sepsis in burned patients Sepse em pacientes queimados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jefferson Lessa S. de Macedo

    2003-12-01

    ,4% desenvolveram sepse clinicamente e microbiologicamente provada. Vinte e seis (53,1% eram homens, 23 (46,9% eram mulheres, com uma média de idade de 22 anos (variação de um a 89 anos e superfície corporal queimada total de 37,7 ± 18,4% (variação de 7 a 84 %. Quarenta e três pacientes tiveram queimaduras por chama aberta, cinco por escaldamento e um por queimadura elétrica. Esses 49 pacientes tiveram um total de 62 episódios septicêmicos. Quarenta (81,6% pacientes tiveram somente um episódio de sepse e nove (18,4% tiveram até três episódios. Trinta (61,2% pacientes tiveram seu primeiro episódio septicêmico dentro da primeira semana após a queimadura. Dos 62 episódios de sepse, 58 foram bacterianos e quatro por Candida sp. As bactérias mais comumente isoladas das hemoculturas foram Staphylococcus aureus, Staphylococcus coagulase-negativo, Acinetobacter baumannii, Enterobacter cloacae e Klebsiella pneumoniae. Onze (18,9% episódios foram devido a S. aureus resistentes à oxacilina. A. baumannii era sensível a ampicilina/sulbactam em 71,4% e ao imipenem em 85,7% dos casos. O foco primário da sepse foi a queimadura em 15 (24,2% episódios. Os achados clínicos mais comuns da sepse foram a febre, dispnéia, hipotensão e oligúria. As alterações laboratoriais mais comuns foram a anemia, leucocitose, hipoabuminemia e trombocitopenia. Doze (24,5% pacientes morreram. O conhecimento apropriado dos aspectos clínicos, epidemiológicos, laboratoriais e microbiológicos da sepse no paciente queimado favorecem um adequado diagnóstico e tratamento dessa complicação.

  9. Análise da fadiga muscular localizada em atletas e sedentários através de parâmetros de freqüência do sinal eletromiográfico Analysis of localized muscular fatigue in athletes and sedentary subjects through frequency parameters of electromyographic signal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo Cláudio Amaral Santos

    2008-12-01

    Full Text Available Embora a análise no domínio da freqüência do sinal eletromiográfico (EMG seja empregada na caracterização do processo de fadiga muscular localizada, sua aplicação, especificamente a da freqüência mediana (Fmed, é pouco explorada no âmbito esportivo. O objetivo do presente estudo foi verificar a viabilidade da aplicação do sinal EMG, através de sua análise no domínio da freqüência, como parâmetro para determinação e diferenciação no comportamento da fadiga muscular localizada. Dois grupos de sujeitos, um caracterizado como atletas (n =12 e outro como sedentários (n =12, foram submetidos a análises baseadas em procedimentos executados em três diferentes situações experimentais, todos envolvendo a modalidade de exercício isométrico: i teste máximo para determinação da contração isométrica voluntária máxima (CIVM; ii teste de fadiga, sustentado por 35 seg. a 80% da CIVM; iii teste de recuperação, sustentado por 10 seg. a 80% da CIVM; neste ultimo foi monitorado o comportamento da Fmed nos três primeiros (Fmedi e três últimos segundos (Fmedf do sinal EMG no músculo tibial anterior durante o teste de fadiga. Durante os 10 segundos do teste de recuperação foi calculada a Fmed referente a todo o período (Fmedr. parâmetro utilizado no cálculo do índice de recuperação muscular (IRM. Os resultados apontam que a Fmedf apresentou valor menor em relação à Fmedi em ambos os grupos (p 0,05. Dessa forma, os resultados apresentados neste estudo permitem inferir a viabilidade na aplicação de parâmetros no domínio da freqüência do sinal EMG para a determinação e diferenciação do comportamento da fadiga muscular localizada.Although the analysis in the frequency domain of the Electromyographic Signal (EMG has been used in the characterization of the localized muscular fatigue process, its application, specifically the Median Frequency (MF, is rarely explored in sports. The objective of this study was

  10. The effect of functional limitations and fatigue on the quality of life in people with multiple sclerosis O efeito das limitações funcionais e da fadiga na qualidade de vida de indivíduos com esclerose múltipla

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leandro Alberto Calazans Nogueira

    2009-09-01

    Full Text Available The purpose of this study was to determine the effect of functional limitations and fatigue on the quality of life (QoL in people with multiple sclerosis (MS. A descriptive case series study at Lagoa Hospital - Rio de Janeiro, Brazil was carried. The main outcome measurements were demographic variables, QoL (SF-36 v.1, disability (EDSS, motor function of the upper limb (Box & Blocks test, Tone (Modified Ashworth Scale, gait (Hauser ambulatory index and fatigue (Fatigue Severity Scale. Sixty one patients fulfilled the study criteria. The mean age of patients was 39 years and 74% of patients were female. The most of cases presented mild disability (EDSSO objetivo do estudo foi determinar o efeito das limitações funcionais e da fadiga na qualidade de vida (qv de indivíduos com esclerose múltipla (em. foi conduzido um estudo descritivo de série de casos no Hospital da Lagoa - Rio de Janeiro, Brasil. As principais medidas utilizadas foram as variáveis demográficas, QV (SF-36 v.1, incapacidade (EDSS, função motora da extremidade superior (Teste da Caixa e Blocos, Tônus (Escala Modificada de Ashworth, marcha (Índice Ambulatorial de Hauser e fadiga (Escala de Severidade de Fadiga. Sessenta e um pacientes preencheram os critérios do estudo. A média de idade foi de 39 anos e 74% dos pacientes eram do gênero feminino. A maioria dos casos apresentou incapacidade leve (EDSS<3,5. Foi encontrada uma diminuição em todas dimensões da QV. Foi observada uma associação entre a função física e as variáveis EDSS, fadiga, tônus dos membros inferiores e marcha. Marcha, incapacidade, hipertonia dos membros inferiores e fadiga afetam negativamente a QV de indivíduos com EM.

  11. Processamento da correfer?ncia em pacientes com afasia de express?o

    OpenAIRE

    Vasconcelos, Manuela Leit?o de

    2012-01-01

    O processamento da correfer?ncia ? um fen?meno que vem sendo estudado internacionalmente. Buscando contribuir com essas estudos no ?mbito nacional, investigamos o processamento correferencial a partir do fen?meno da Penalidade do Nome Repetido e Hip?tese da Carga Informacional em pacientes com afasia. O objetivo geral do trabalho ? analisar o processamento da correfer?ncia em pacientes com afasia de Broca, investigando, especificamente, se pronomes s?o processados mais prontamente do que nome...

  12. Treinamento de músculos inspiratórios em pacientes com quadriplegia

    OpenAIRE

    Silveira,Janne Marques; Gastaldi, Ada Clarice [UNIFESP; Boaventura,Cristina de Matos; Souza,Hugo Celso

    2010-01-01

    OBJETIVO: Determinar se o treinamento de músculos inspiratórios pode aumentar a força e endurance desses músculos em pacientes com quadriplegia. MÉTODOS: Oito pacientes quadriplégicos (7 homens e 1 mulher) com lesão medular cervical entre C4 e C7 foram submetidos ao treinamento de músculos inspiratórios utilizando-se um resistor de carga linear ajustado em 30% da PImáx. As sessões de treinamento foram realizadas com os pacientes sentados 5 vezes por semana por 8 semanas. Tempo de endurance, P...

  13. Toxoplasmose do sistema nervoso central em paciente diabético

    OpenAIRE

    Luis Otávio Cavallazzi

    1985-01-01

    O autor descreve caso de toxoplasmose do sistema nervoso central em paciente diabético. Revisão da literatura quanto às causas predisponentes que comumente acompanham a toxoplasmose mostra que o diabetes até então não tinha sido relatado em associação com esta doença.

  14. Adaptacao do questionario de confianca no medico em pacientes com diabetes tipo 2 e seus companheiros

    National Research Council Canada - National Science Library

    da Graca Pereira, Maria; Pedras, Susana; Cunha Machado, Jose

    2013-01-01

    ... e uma boa validade descriminante em termos de idade e genero reunindo as condicoes para ser utilizado em pacientes diabeticos Portugueses e seus companheiros. Palavras-chave: Alianca para tratamento, diabetes mellitus, adesao. Abstract The present study focused on the psychometric properties of the Portuguese version of Trust in Phy...

  15. Achados na ressonância magnética em pacientes com cervicobraquialgia

    OpenAIRE

    Silva, Gilka Amélia Antunes da

    2007-01-01

    Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-graduação em Saúde Pública Esta pesquisa consiste em uma coorte histórica onde são selecionados 60 pacientes submetidos a exames de ressonância magnética da coluna cervical, que apresentavam como indicação clínica a cervicobraquialgia. O objetivo do trabalho é identificar, nestes exames, sinais de doença degenerativa da coluna cervical, nos pacientes em investigação clínica de cerv...

  16. Interações Medicamentosas Potenciais em Pacientes de Unidades de Terapia Intensiva

    OpenAIRE

    Liliana Batista Vieira; Adriano Max Moreira Reis; Rhanna Emanuela Fontenele Lima de Carvalho; Leila Márcia Pereira de Faria; Silvia Helena de Bortoli Cassiani

    2012-01-01

    O objetivo do estudo é determinar a frequência de interações fármaco-fármaco em prescrições de pacientes internados em unidades de terapia intensiva e analisar os fatores associados relativos à farmacoterapia e ao paciente. O estudo descritivo transversal foi realizado em dois hospitais de ensino da região centro oeste do Brasil. As interações medicamentosas potenciais foram identificadas nas prescrições do primeiro dia (24 horas) e do quinto dia (120 horas) de interna...

  17. Histórico de violência intrafamiliar em pacientes psiquiátricos

    OpenAIRE

    Ricardo da Costa Padovani; Lúcia Cavalcanti de Albuquerque Williams

    2008-01-01

    O objetivo da presente pesquisa foi caracterizar o histórico de violência intrafamiliar em pacientes psiquiátricos inseridos em tratamento de regime ambulatorial. Pretendeu-se, mais especificamente, identificar o tipo de violência vivenciada pelos usuários. Participaram do estudo 23 pacientes de ambos os sexos, em tratamento ambulatorial. A coleta de dados envolveu a aplicação de um roteiro de entrevista individual, com informações sobre o histórico de internação e violência intrafamiliar e c...

  18. Fatores desencadeantes de crises de migrânea em pacientes com migrânea sem aura Precipitating factors of migraine attacks in patients with migraine without aura

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Ierusalimschy

    2002-09-01

    Full Text Available Com o objetivo de estudar a distribuição de fatores desencadeantes de migrânea em uma população determinada, foram avaliados, através de entrevista pessoal, 100 pacientes que preenchiam os critérios diagnósticos para migrânea sem aura propostos pela Sociedade Internacional de Cefaléia. O estresse foi o desencadeante mais citado, respondendo pelo surgimento de crises de migrânea em 76% dos pacientes. Em seguida, em ordem de frequência decrescente, foram citados: estímulos sensoriais (75%, privação do sono (49%, jejum (48%, fatores ambientais (47%, alimentos (46%, menstruação (39%, fadiga (35%, bebidas alcoólicas (28%, sono prolongado (27%, cafeína (22%, esforço físico (20%, trauma craniano (20%, viagens (4%, atividade sexual (3%, medicamentos (2%, os movimentos do pescoço (2%, tabagismo (1% e uso de travesseiro baixo (1%. Conclui-se que determinados fatores parecem desempenhar papel importante na precipitação da migrânea.To study the distribution of triggers of migraine in a selected population, 100 patients who fulfilled the diagnostic criteria for migraine without aura as proposed by the International Headache Societywere evaluated by means of a personal interview. Stress was the most cited trigger, triggering migraine in 76%. Afterwards, in descending order of frequency, were cited sensorial stimuli (75%, sleep deprivation (49%, hunger (48%, environmental factors (47%, food (46%, menses (39%, fatigue (35%, alcohol (28%, sleep excess (27%, cafeine (22%, physical exertion (20%, head trauma (20%, trips (4%, sexual activity (3%, medications (2%, neck movements (2%, smoking (1% and the use of a low pillow (1%. It is concluded that certain factors seem to play an important role in the triggering of migraine.

  19. Crises parciais motoras induzidas por movimentos em pacientes diabéticos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Glória M. A. S. Tedrus

    1991-12-01

    Full Text Available Levando em conta o número restrito de casos em âmbito internacional e a ausência de publicações na literatura nacional, os autores apresentam três casos de crises motoras focais induzidas por movimentos em pacientes diabéticos com mais de 50 anos de idade. As crises eram numerosas, sendo também desencadeadas ao serem assumidas determinadas posturas. Em dois casos havia hiperglicemia não cetótica. Todos os pacientes apresentavam hemiparesia e, em dois, tal déficit desapareceu após o cotnrole das crises. No outro paciente a hemiparesia era decorrente de acidente vascular cerebral isquêmico instalado 6 meses antes. Síndrome parietal transitória foi observada nos três pacientes. O EEG crítico mostrou, em dois pacientes, descargas na região parieto-occipital e, em um, na região temporal média contralateral. As crises foram resistentes aos anticonvulsivantes, só havendo controle com o tratamento dos distúrbios metabólicos. São discutidos aspectos clínico-eletren-cefalográficos e etiopatogênicos. A pesquisa do caráter reflexo das crises e a dosagem da glicemia devem ser feitas em todos os pacientes idosos com crises motoras focais, face às implicações de ordem terapêutica e prognóstica.

  20. Avaliação da eficácia da técnica de relaxamento muscular progressivo de Jacobson na redução de fadiga em uma trabalhadora de Enfermagem

    OpenAIRE

    Lucinda Helena da Silva de Vasconcelos

    2014-01-01

    A literatura descreve que os trabalhadores de enfermagem do turno noturno possuem alto índice de fadiga, devido aos problemas tanto ergonômicos, institucional, como alterações do ciclo circadiano, acarretando limitações das atividades diárias e laborais. A inclusão de atividades laborais aplicada por um profissional capacitado, como o fisioterapeuta, tem-se mostrado importante ferramenta para melhoria na qualidade de vida e de trabalho. Objetivos: descrever a trajetória de adoecimento e incap...

  1. Achados oculares em pacientes com mielomeningocele: 72 casos Ocular findings in 72 patients with meningomyelocele

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mônica Fialho Cronemberger

    2000-10-01

    Full Text Available Objetivo: Estudar as alterações oculares em pacientes com mielomeningocele. Material e Método: Realizado estudo retrospectivo em 72 pacientes com mielomeningocele, descrevendo as alterações oculares presentes nessa população, além de correlacionar com a presença ou não de hidrocefalia. Resultados: Dos 72 pacientes com mielomeningocele, com idade variando de 5 meses a 18 anos, 64 (88,9% pacientes tinham hidrocefalia. Destes 64 pacientes, 36 (56,3% tinham estrabismo, sendo que 21 (58,3% eram endotrópicos, 13 (36,1% exotrópicos, 1 (2,8% exofórico e 1 (2,8% com estrabismo discinético. Do total dos 72 pacientes estudados 38 (52,8% eram estrábicos. A anisotropia foi encontrada em 16 (22,2% pacientes, sendo que em 14 (87,5% em A e em 2 (12,5% em V. Todos os 16 pacientes com anisotropia apresentavam hidrocefalia. O erro refrativo mais freqüente foi a hipermetropia encontrada em 64 (44,4% olhos. Atrofia óptica foi encontrada em 9 (12,5% pacientes. Conclusão: A mielomeningocele, associada a hidrocefalia, apresenta uma porcentagem de estrabismo maior do que o encontrado na população normal.Purpose: To study ocular findings in patients with meningomyelocele. Methods: A retrospective study of 72 patients with myelomeningocele was performed to evaluate ocular motility disorders, refractive errors and indirect ophthalmoscopy findings. Results: In a group of 72 patients with myelomeningocele, aged 5 month -- 18 years, 64 (88.9% had hydrocephalus. Of this group of 64 patients, 36 (56.3% had strabismus, 21 (58.3% of whom were esotropic, and 13 (36.1% exotropic, 1 (2.8% exophoric and 1 (2.8% presented sometimes esotropia and sometimes exotropia. Of the total of 72 studied patients, 38 (52.8% had strabismus. Anisotropia was found in 16 (22.2% patients, 14 (87.5% with an A pattern and 2 (12.5% with a V pattern. The most frequent refractive error was hyperopia, found in 64 (44.4% eyes. All the 16 patients with anisotropia had hydrocephalus

  2. Fatores terapêuticos em um grupo de apoio para pacientes psiquiátricos ambulatoriais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guanaes Carla

    2001-01-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO/OBJETIVOS: O emprego da psicoterapia de grupo no atendimento em saúde mental, sobretudo em contextos institucionais, tem se expandido aceleradamente, não havendo uma expansão correlata de pesquisas na área, conforme aponta a literatura especializada. Objetivou-se compreender algumas possibilidades e alguns limites de um grupo de apoio de curta duração (16 sessões para pacientes psiquiátricos ambulatoriais, investigando os fatores terapêuticos que operam nesse grupo, segundo a percepção de seus participantes. MÉTODOS: Questionários do Incidente Crítico (QIC, observação e registro do grupo, consultas aos prontuários dos pacientes e notas de campo constituíram as fontes de dados. A análise das respostas dos pacientes ao QIC foi realizada por procedimentos de avaliação categorial de conteúdo, tendo como base um sistema descritivo dos fatores terapêuticos proposto na literatura. As demais fontes foram tomadas como dados de contexto dos sentidos produzidos pelos pacientes em suas respostas ao QIC. RESULTADOS: Os resultados remetem a dez categorias derivadas da percepção dos pacientes, indicativas de vivências terapêuticas e não-terapêuticas no grupo. DISCUSSÃO/CONCLUSÃO: Este estudo possibilita uma compreensão sobre o modo como os pacientes vivenciaram o processo desse grupo, tendo em vista os sentidos que produziram a partir de sua participação neste, e, em conjunção com a compreensão de seus quadros clínicos, situa algumas possibilidades e alguns limites desse tipo de tratamento em saúde mental, considerando o contexto em que ocorre e a clientela que usualmente o integra.

  3. Qualidade de vida de pacientes com câncer colorretal em terapia adjuvante Calidad de vida de pacientes con cáncer de rectocolon en terapia adyuvante Quality of life of patients with colorectal cancer who were receiving complementary therapy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Cristina Nicolussi

    2009-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a qualidade de vida, identificar os domínios afetados nos pacientes com câncer colorretal, caracterizar os dados sócio-demográficos, clínicos e terapêuticos e correlacioná-los aos domínios da qualidade de vida. MÉTODOS: Estudo transversal, realizado no Centro Especializado de Oncologia de Ribeirão Preto com 22 pacientes com câncer colorretal em terapia adjuvante, entre julho/ 2006 a setembro/ 2007. Utilizou-se o instrumento Quality of Life Core-30-Questionnaire. RESULTADOS: A qualidade de vida foi considerada satisfatória (média = 79,13. Os domínios mais afetados foram: Função Emocional e sintomas dor, insônia, fadiga. Nas correlações, as mulheres destacaram-se negativamente, apresentando piores escores nas Funções Emocional, Cognitiva e sintomas: dor, insônia, fadiga, constipação e perda de apetite. Os pacientes em radioterapia relataram mais dor e os assintomáticos à quimioterapia são os que obtiveram melhor qualidade de vida geral. CONCLUSÃO: A qualidade de vida foi satisfatória, relativamente pior nas mulheres, em radioterapia e que apresentaram efeitos colaterais da quimioterapia.OBJETIVO: Evaluar la calidad de vida, identificar los dominios afectados en los pacientes con cáncer de rectocolon, caracterizar los datos socio-demográficos, clínicos y terapéuticos y correlacionarlos a los dominios de la calidad de vida. MÉTODOS: Estudio transversal, realizado en el Centro Especializado de Oncología de Ribeirão Preto con 22 pacientes con cáncer de rectocolon en terapia adyuvante, entre julio/ 2006 a setiembre/ 2007. Se utilizó el instrumento Quality of Life Core-30-Questionnaire. RESULTADOS: La calidad de vida fue considerada satisfactoria (media = 79,13. Los dominios más afectados fueron: Función Emocional y síntomas dolor, insomnio, fatiga. En las correlaciones, las mujeres se destacaron negativamente, presentando peores escores en las Funciones Emocional, Cognitiva y síntomas: dolor

  4. Sobrevida de pacientes em hemodiálise em um hospital universitário

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Ismaela Rolim Teixeira

    2015-03-01

    Full Text Available Introdução: A doença renal crônica (DRC apresenta altas taxas de morbidade e mortalidade, especialmente na população em diálise. Objetivo: Determinar a taxa de sobrevida; caracterizar o perfil epidemiológico e clínico; identificar as comorbidades e as variáveis associadas à sobrevida dos pacientes submetidos à hemodiálise. Métodos: Trata-se de um estudo de natureza descritiva e longitudinal constituído por 162 pacientes submetidos à hemodiálise, em um hospital universitário. As variáveis categóricas foram descritas por meio de frequências e porcentagem e as numéricas por meio de média ± desvio padrão. A análise por meio da regressão de Cox foi utilizada para estudar a influência de diversas variáveis clínicas e demográficas. Foram construídas as curvas de sobrevida das variáveis significantes com o método de Kaplan Meyer. Resultados: A idade média foi de 48,09 anos, a renda familiar mensal e o nível de instrução mostraram-se reduzidos na maior parte dos estudados. A hipertensão arterial mostrou-se a principal comorbidade associada à insuficiência renal crônica terminal, seguida pelo diabetes mellitus. Os fatores que comprometeram significativamente a sobrevida dos pacientes foram a idade avançada no início da terapia, a hemoglobina e a albumina. A taxa de sobrevida global foi de 84,71% e 63,32% em um e cinco anos, respectivamente. Conclusão: A taxa de sobrevida foi considerada baixa e mostrou-se decrescente ao longo dos anos, não representando melhorias apesar dos avanços tecnológicos, diagnósticos e terapêuticos. A idade avançada, a hipoalbuminemia e a anemia são fortes preditores de mortalidade.

  5. Prevalência de disfunção craniomandibular em pacientes portadores de próteses totais duplas e pacientes dentados naturais

    OpenAIRE

    2010-01-01

    O presente estudo avaliou a prevalência de sintomas de disfunção craniomandibular (D.C.M.) em sessenta pacientes desdentados totais portadores de próteses totais duplas (Grupo 1) comparados com sessenta pacientes dentados naturais (Grupo 2 ). Todos os pacientes entrevistados pertenciam à faixa etária de 50 a 70 anos, procedimento que visou minimizar a influência da idade nos resultados da investigação. Os dados foram levantados por ...

  6. Variações no posicionamento dos eixos visuais em pacientes submetidos a cirurgias de estrabismo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Graciela Scalco Brum

    2011-02-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Determinar as variações no ângulo de posicionamento ocular pós-operatório em pacientes submetidos a cirurgias para correção de estrabismo e identificar possíveis fatores de risco associados a tal ocorrência. MÉTODOS: Foi realizado estudo retrospectivo de 819 pacientes portadores de estrabismo submetidos à cirurgia para correção do desvio ocular entre janeiro de 1995 e dezembro de 2005 no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. Os pacientes foram divididos em quatro grupos quanto ao tipo de desvio pré-operatório (esotropia alternante, esotropia monocular, exotropia alternante e exotropia monocular e as variações no posicionamento ocular foram quantificadas em cada grupo. RESULTADOS: A prevalência de variações no posicionamento ocular (pós-operatório maiores que 10∆ entre o total de pacientes estudado foi de 33,5% (274 pacientes. Entre estes, foi verificada maior frequência de desvios no sentido exotrópico (178 pacientes ou 65,0% do que no sentido esotrópico (96 pacientes ou 35,0%, diferença esta que foi estatisticamente significativa (teste do qui-quadrado; p<0,001. CONCLUSÕES: Instabilidade no posicionamento ocular pode ocorrer ao longo do tempo em pacientes submetidos a cirurgias de estrabismo. Tal ocorrência reforça a necessidade do desenvolvimento de alternativas terapêuticas a fim de proporcionar maior estabilidade ao sistema oculomotor no pós-operatório de cirurgias de estrabismo.

  7. Espasmo hemifacial resultados da descompressão microvascular em 53 pacientes

    OpenAIRE

    Paulo Niemeyer Filho; Marcelo Bezerra; Gabriel Mufarrej

    1990-01-01

    Num período de 10 anos, 53 pacientes com espasmo hemifacial foram submetidos a 54 procedimentos de descompressão microvascular da raiz do facial, na fossa posterior. A técnica empregada foi a mesma desenvolvida por Jannetta e o resultado cirúrgico inicial foi considerado excelente em 91% dos casos. O follow-up variou de 60 dias a 7 anos, cora 40 pacientes acompanhados por mais de 2 anos e 16, por mais de 5 anos. Apenas um paciente apresentou reciciva dos espasmos. Não houve óbito e as complic...

  8. Memoria prospectiva em pacientes com doença de alzheimer leve

    OpenAIRE

    2008-01-01

    A memória prospectiva (MP) vem sendo investigada como uma das formas de memória mais precocemente alteradas nos quadros de doença de Alzheimer (DA). O objetivo deste estudo foi estudar a MP em pacientes com DA e verificar se esta está particularmente alterada nos estágios iniciais da doença. Foram estudados 20 pacientes com DA leve com MEEM (Mini-Exame do Estado Mental) entre 16 e 24 e CDR = 1 e 20 sujeitos controles sem doenças neurológicas ou psiquiátricas, pareados com o grupo de pacientes...

  9. Timectomia na miastenia grave: avaliação dos resultados em 73 pacientes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    J. Lamartine de Assis

    1978-03-01

    Full Text Available Foi feita avaliação dos resultados da timectomia transtorácica em 73 pacientes com miastenia grave generalizada, sendo 64 não timomatosos e 9 com timomas. Os resultados foram analisados à curto, médio e, em muitos casos, a longo prazo. Foi feito, também um estudo comparativo dos resultados em relação à idade, sexo, tempo de doença e à presença ou não do timoma. A experiência adquirida neste grupo de pacientes sugere que a timectomia transtorácica é método terapêutico útil na miastenia grave generalizada não timomatosa; seu efeito benéfico aparece no pós-operatório mediato e se mantém a longo prazo na maioria dos pacientes. Os resultados da timectomia em pacientes com timoma foram menos favoráveis. A análise estatística não mostrou diferenças significantes na evolução pós-operatória entre os pacientes não timomatos selecionados e não selecionados.

  10. Estudo comparativo de indicadores nutricionais em pacientes com neoplasias do trato digestório

    OpenAIRE

    Leandro-Merhi, Vânia Aparecida; Tristão, Ana Paula; Moretto,Maria Clara; Fugulin, Natália Maria; Portero-McLellan,Kátia Cristina; AQUINO,José Luiz Braga de

    2008-01-01

    RACIONAL: O câncer tem sido considerado atualmente como um dos principais problemas de saúde pública em todo o mundo e os tumores mais frequentes são os dos tratos gastrintestinal e o respiratório. OBJETIVO: Comparar indicadores do estado nutricional em pacientes portadores de neoplasias do trato digestório. MÉTODO: Estudo comparativo de indicadores nutricionais (antropométricos, laboratoriais e dietéticos), entre 28 pacientes portadores de neoplasias do trato digestório (esofágicas, gástrica...

  11. Viscossuplementação em pacientes com artropatia hemofílica

    OpenAIRE

    Zelada,Flávio; de Almeida, Adriano Marques; Pailo, Alexandre Felicio; Bolliger Neto,Raul; Okazaki,Erica; de Rezende, Márcia Uchôa

    2013-01-01

    OBJETIVO: Avaliar se a viscossuplementação com ácido hialurônico em pacientes com artropatia hemofílica grave associada com triancinolona após a lavagem articular com soro fisiológico melhora a dor, a rigidez, a função e a qualidade de vida. MÉTODOS: Onze pacientes com artrite hemofílica de joelhos com e sem acometimento de outras articulações (tornozelos e cotovelos) foram submetidos a lavagem articular com soro fisiológico e subsequente infiltração de hilano e triancinolona em todas as arti...

  12. Indicadores de neuropatia autonômica cardiovascular em pacientes com diabetes tipo 1

    OpenAIRE

    Lucianne Righeti Monteiro Tannus

    2014-01-01

    A Neuropatia autonômica cardiovascular (NAC), apesar de ter sido apontada como fator de risco independente para doença cardiovascular (DCV) em pacientes com diabetes tipo 1 (DM1), permanece subdiagnosticada. Os objetivos do trababalho foram determinar a prevalência de NAC e seus indicadores clínicos e laboratoriais em pacientes com DM1 e a associação com outras complicações crônicas do diabetes, além de avaliar a concordância entre os critérios diagnósticos da NAC determinados pelos parâmetro...

  13. Acometimento cardíaco em pacientes com doença de Chagas aguda em microepidemia familiar, em Abaetetuba, na Amazônia Brasileira

    OpenAIRE

    Pinto, Ana Yecê das Neves; Harada,Geraldo Saburo; Valente,Vera da Costa; Abud,José Elson Araújo; Gomes,Francisco dos Santos; Souza,Gilberto César Rodrigues de; Valente,Sebastião Aldo da Silva

    2001-01-01

    Os autores mostram os principais achados clínicos relativos ao acometimento cardíaco, em pacientes portadores de doença de Chagas aguda em mais um episódio de microepidemia familiar na Amazônia brasileira. Foram estudados 13 pacientes com doença de Chagas aguda, procedentes do município de Abaetetuba-PA e submetidos à avaliação clínica e cardiológica, eletrocardiograma e ecocardiograma. As extra-sístoles supraventriculares e/ou ventriculares ocorreram em 38,5% dos casos. Bloqueios de ramo dir...

  14. TÉTANO GRAVE ASSOCIADO A CHOQUE SÉPTICO EM UMA PACIENTE IDOSA INTERNADA EM UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA

    OpenAIRE

    Gonçalves Menegueti,Mayra; Alkmim-Teixeira, Gil Cezar; Machado Viana,Jaciara; Basile-Filho, Aníbal; Martins-Filho, Olindo Assis; Martins, Maria Auxiliadora

    2012-01-01

    Nós relatamos um caso de tétano grave associado a choque séptico em uma paciente de 61 anos admitida na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) após perfurar o pé direito. A paciente apresentou perda de força muscular, paresia em membro inferior direito e disfagia. A paciente evoluiu com espasmos musculares generalizados, dispnéia e insuficiência respiratória. O espasmo intenso levou ao uso prolongado de ventilação mecânica invasiva, sedação e bloqueador neuromuscular. A evolução favorável deste c...

  15. Uso de descritores de dispneia desenvolvidos no Brasil em pacientes com doenças cardiorrespiratórias ou obesidade Dyspnea descriptors developed in Brazil: application in obese patients and in patients with cardiorespiratory diseases

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Christiane Aires Teixeira

    2011-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Desenvolver um conjunto de termos descritores de dispneia para uso no Brasil. Investigar a utilidade desses descritores em quatro condições distintas que cursam com dispneia. MÉTODOS: Um conjunto de 111 frases descritivas da sensação de falta de ar foi coletado a partir das informações de 67 pacientes e de 10 profissionais da saúde. Tais frases foram analisadas e reduzidas a 15 expressões, em função de sua frequência de citação, similaridade de significados e potencial importância fisiopatológica. O conjunto de expressões foi aplicado a 50 pacientes com asma, 50 com DPOC, 30 com insuficiência cardíaca e 50 com obesidade graus II ou III. Os três melhores termos selecionados pelos pacientes foram estudados por análise de agrupamentos. Também foram investigadas as possíveis associações entre os agrupamentos encontrados e as quatro condições clínicas incluídas. RESULTADOS: O emprego dessa lista de descritores levou a uma solução com sete agrupamentos, denominados sufoco, aperto, rápido, fadiga, abafado, trabalho/inspiração e falta de ar. Houve grande superposição no uso de descritores pelos pacientes com as quatro condições clínicas. A asma mostrou associações expressivas com sufoco e trabalho/inspiração, enquanto DPOC e insuficiência cardíaca, com sufoco, trabalho/inspiração e falta de ar; e obesidade, com falta de ar apenas. CONCLUSÕES: Pacientes no Brasil habituados a sentir dispneia utilizam diferentes termos para descrever seu sintoma, e tais descrições podem ser agrupadas em conjuntos por similaridade. Tais agrupamentos não mostraram utilidade na distinção diagnóstica entre os grupos avaliados neste estudo.OBJECTIVE: To develop a set of descriptive terms applied to the sensation of dyspnea (dyspnea descriptors for use in Brazil and to investigate the usefulness of these descriptors in four distinct clinical conditions that can be accompanied by dyspnea. METHODS: We collected 111

  16. Efeitos do exercício aeróbio durante a hemodiálise em pacientes com doença renal crônica: uma revisão da literatura

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joseane Böhm

    2012-06-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Pacientes com doença renal crônica (DRC têm capacidade física e funcional reduzida quando comparados à população geral. O tratamento hemodialítico torna as atividades desses pacientes restritas, favorecendo o estilo de vida sedentário e a limitação funcional. Pacientes em hemodiálise (HD são menos ativos, apresentam baixa tolerância ao exercício e alto descondicionamento físico. Em virtude dessas alterações, têm sido propostos programas de exercício físico que visam não somente ao tratamento dos sinais clínicos da doença, mas de suas repercussões na função e na qualidade de vida. OBJETIVOS: Realizar uma revisão da literatura sobre os efeitos do exercício físico em pacientes portadores de DRC submetidos a programas de exercício aeróbio em cicloergômetro para membros inferiores durante a HD. MÉTODOS: Foram realizadas consultas às bases de dados Medline, PubMed, Scielo, Embase e ScienceDirect. RESULTADOS: Analisaram-se 14 estudos experimentais randomizados controlados, considerando o período de realização da intervenção na HD, a intensidade e a frequência do exercício, a duração da intervenção e os principais resultados. CONCLUSÃO: Os estudos demonstraram que exercícios aeróbios realizados durante a HD promovem a melhora da capacidade aeróbia e o condicionamento físico, além de redução da fadiga e ansiedade, melhora da capilarização muscular e pressão arterial de repouso, aumento no tempo de duração dos exercícios e melhora na depuração da ureia.

  17. Características clínicas e gravidade de pacientes internados em UTIs públicas e privadas

    OpenAIRE

    Nogueira, Lilia de Souza; Sousa,Regina Marcia Cardoso de; PADILHA, Katia Grillo; Koike, Karina Mitie

    2012-01-01

    Este estudo objetivou comparar as características clínicas, evolução e gravidade de pacientes adultos internados em Unidades de Terapia Intensiva públicas e privadas. Trata-se de uma análise retrospectiva, longitudinal e quantitativa de 600 pacientes admitidos em quatro Unidades de Terapia Intensiva em São Paulo, Brasil. Diferenças foram encontradas entre os pacientes admitidos nos hospitais privados e públicos em relação às seguintes variáveis: idade, procedência, tempo de internação e morta...

  18. Cuidar de pacientes em fase terminal: a experiência de alunos de medicina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Lúcia Araújo Sadala

    2008-03-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi compreender os significados que alunos de medicina atribuem à experiência de cuidar de pacientes em fase terminal. Os dados foram coletados mediante entrevistas individuais com vinte e quatro estudantes de medicina de uma universidade paulista. As convergências dos depoimentos dos participantes foram agrupadas em três categorias: a deparando-se com o mundo da doença terminal/morte; b relação com o paciente e sua família; c reflexão sobre o cuidar do paciente terminal. Nos depoimentos, os estudantes expressam ansiedade ao cuidar deste tipo de paciente, assim como as dificuldades em lidar com os próprios sentimentos. Consideram-se pouco preparados para relacionar-se com esses pacientes, mas aprenderam com a experiência vivida. Os resultados do estudo apontam para a necessidade de se introduzirem, na formação médica, conteúdos visando desenvolver competências interpessoais e capacidade de reflexão sobre questões de ética e deontologia médica, envolvendo a terminalidade da vida.

  19. Toxoplasmose do sistema nervoso central em paciente diabético

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luis Otávio Cavallazzi

    1985-09-01

    Full Text Available O autor descreve caso de toxoplasmose do sistema nervoso central em paciente diabético. Revisão da literatura quanto às causas predisponentes que comumente acompanham a toxoplasmose mostra que o diabetes até então não tinha sido relatado em associação com esta doença.

  20. Histoplasmose do sistema nervoso central aspectos clínicos em oito pacientes: clinical features in eight patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    L.R. Machado

    1993-06-01

    Full Text Available Foram estudados oito pacientes com histoplasmose do sistema nervoso central, nenhum deles com sinais clínicos ou laboratoriais de imunodepressão. O tempo de doença por ocasião do diagnóstico variava entre 6 e 108 meses (mediana 36 meses. Principais sinais e sintomas encontrados: síndrome de hipertensão intracraniana, em 6 pacientes; déficit de memória, em 4; confusão mental, em 4; convulsões, em 2; paraparesia ou paraplegia crural, em 2; incontinência urinária, em 2; impotência sexual, em 1. A forma meningoencefalítica foi encontrada em 6 pacientes e a granulomatosa, em 2. O diagnóstico foi feito: por biópsia em 1 caso; por necrópsia, em 2; através de cultura do sedimento do LCR em meio de Sa-bounaud, em 1; através da detecção de anticorpos a, Histoplasma capsulatum no LCR, em 5. Foi observada profunda discrepância entre as alterações detectadas ao exame de LCR (intensas, com elementos de fase aguda mesclados a elementos de fase crônica e o quadro clínico por ocasião do diagnóstico (pacientes em geral oligossintomáticos.

  1. Oxigenoterapia hiperbárica em pacientes em lista de espera para o transplante hepático

    OpenAIRE

    Kreimer,Flávio

    2012-01-01

    Racional - A função hepática é um processo complexo que envolve múltiplos eventos celulares. Em pacientes cirróticos pode se beneficiar da terapia com oxigênio hiperbárico, seja no período pré-operatório, assim como, em complicações do transplante como na trombose da artéria hepática. Objetivo - Avaliar os efeitos da oxigenoterapia hiperbárica, considerando as características clínicas e laboratoriais dos pacientes cirróticos em lista de espera para transplante hepático. Método - Estudo prospe...

  2. Pancreatite crônica: resultados do tratamento cirúrgico em 74 pacientes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Olívio Louro Costa

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar as indicações, técnicas e resultados do tratamento cirúrgico de 74 pacientes operados por complicações da pancreatite crônica. MÉTODO: Foram pacientes consecutivos, estudados prospectivamente pelo preenchimento de um protocolo individual, no período de 1971 a 2000. Foram realizadas cirurgias de derivação e ressecção. O acompanhamento foi feito pelo agendamento de consultas no ambulatório, por convocação por cartas e telefonemas. RESULTADOS: Dos 270 pacientes com pancreatite crônica, acompanhados pelo Serviço, 74 (27,4% foram operados. Destes 74 pacientes, 97,7% eram do sexo masculino e a idade variou de 15 a 63 anos, com média de 39,4 anos para alcoolistas e 33,1 para aqueles com outras etiologias. O alcoolismo foi a causa da doença em 68 pacientes (90,5% e os outros casos estiveram relacionados a hiperparatiroidismo(1, pancreatite hereditária (1, fibrose retroperitoneal (1 e em três casos a etiologia não foi definida. As seguintes causas únicas ou associadas definiram a indicação cirúrgica:1. dor em 44,6% dos pacientes; 2. compressão de vias biliares em 28,4%; 3. pseudocistos em 12,2%; 4. fístulas internas em 10,8%. Cinqüenta pacientes (67,5% foram submetidos a operações de derivação e 24 (32,5% a cirurgias de ressecção. Oito pacientes derivados (16,0% complicaram, ocorrendo três óbitos; dez ressecados (41,6% complicaram, com cinco óbitos. Os óbitos estiveram relacionados a abscessos, às deiscências e às hemorragias cirúrgicas. CONCLUSÕES: As cirurgias de derivação mostraram-se mais seguras e as complicações que evoluíram com infecção foram as mais graves e ocorreram com mais freqüência nas ressecções.

  3. Avaliação e tratamento da hiperglicemia em pacientes graves

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marina Verçoza Viana

    2014-03-01

    Full Text Available A hiperglicemia é um problema frequentemente encontrado em pacientes graves em ambiente de terapia intensiva. Sua presença se associa ao aumento da morbidade e da mortalidade, independentemente da causa da admissão (infarto agudo do miocárdio, condição após cirurgia cardiovascular, acidente vascular cerebral e sepse. Entretanto, permanecem muitas dúvidas com relação à fisiopatologia e, particularmente, em relação ao tratamento da hiperglicemia no paciente graves. Na prática clínica, devem ser levados em consideração diversos aspectos para o controle desses pacientes, inclusive os alvos de glicemia, o histórico de diabetes mellitus, a via de nutrição (enteral ou parenteral e o equipamento de monitoramento disponível, o que aumenta substancialmente a carga de trabalho dos profissionais envolvidos nesse tratamento. Esta revisão descreveu a epidemiologia, a fisiopatologia, o tratamento e o monitoramento da hiperglicemia no paciente adulto grave.

  4. Pneumonia por Legionella após uso de Infliximabe em paciente com Artrite Reumatoide

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karina de Souza Giassi

    2014-10-01

    Full Text Available Os antagonistas do fator de necrose tumoral (anti-TNF têm sido utilizados com sucesso em várias doenças inflamatórias crônicas, como artrite reumatoide (AR, mas alguns estudos observaram a ocorrência de infecções por patógenos intracelulares em pacientes medicados com anti-TNF. Relatamos um caso de paciente mulher com diagnóstico prévio de AR durante 16 anos e que estava sendo medicada com várias drogas antirreumáticas modificadoras de doença (DARMDs, tendo como resultado o insucesso terapêutico, sendo em seguida tratada com infliximab. Depois de transcorridos 15 dias da segunda dose, a paciente foi acome- tida por dor torácica ventilatório-dependente, tosse seca e dispneia. Foi hospitalizada, e o diagnóstico de pneumonia por Legionella pneumophila foi confirmado pela presença do antí- geno de Legionella na urina. TNF é uma citocina inflamatória que também promove inibição do crescimento bacteriano de patógenos intracelulares, e sua inibição parece aumentar a sensibilidade a essas infecções em alguns pacientes.

  5. Prevalência de Fatores de Risco Cardiovascular em Pacientes em Hemodiálise - O Estudo CORDIAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jayme Eduardo Burmeister

    2014-06-01

    Full Text Available Fundamentos: Há uma carência de dados epidemiológicos sobre o perfil de risco cardiovascular nos pacientes renais crônicos em hemodiálise no Brasil. Objetivo: O estudo CORDIAL foi planejado para avaliar fatores de risco cardiovascular e acompanhar a evolução de uma população em programa de hemodiálise numa cidade metropolitana do Brasil. Métodos: Todos os pacientes em hemodiálise por doença renal crônica nos quinze centros de nefrologia de Porto Alegre foram considerados para inclusão na fase inicial do estudo CORDIAL. Dados clínicos, laboratoriais e demográficos foram obtidos nos registros médicos, e em entrevistas individuais estruturadas realizadas com todos os pacientes por pesquisadores treinados. Resultados: Foram incluídos 1215 pacientes (97,3% de todos os que estavam em hemodiálise na cidade de Porto Alegre. A média de idade era 58,3 anos, 59,5% eram homens e 62,8% eram brancos. A prevalência de fatores de risco cardiovascular encontrada foi 87,5% para hipertensão, 84,7% para dislipidemia, 73,1% para sedentarismo, 53,7% para tabagismo e 35,8% para diabetes. Em uma análise multivariada ajustada, sedentarismo (p = 0,032; RP 1,08 - IC95%: 1,01-1,15, dislipidemia (p = 0,019; RP 1,08 - IC95%: 1,01-1,14, e obesidade (p < 0,001; RP 1,96 - IC95%: 1,45-2,63 foram mais frequentes em mulheres; e hipertensão (p = 0,018; PR 1,06 - IC95%: 1,01-1,11 e tabagismo (p = 0,006; RP 2,7 - IC95%: 1,79-4,17 foram mais frequentes naqueles com menos de 65 anos. Sedentarismo apresentou uma associação independente com tempo em diálise inferior a 12 meses (p < 0,001; RP 1,23 - IC95%: 1,14-1,33. Conclusão: Pacientes em hemodiálise nesta metrópole do sul do Brasil apresentaram uma prevalência elevada de fatores de risco cardiovascular similar a diversos países do hemisfério norte.

  6. Prevalência e fatores associados à obesidade abdominal em pacientes em hemodiálise em Goiânia - GO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Tereza Vaz de Souza Freitas

    2013-12-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A presença de excesso de peso, especialmente obesidade visceral, contribui para o maior risco de complicações metabólicas e cardiovasculares em pacientes com doença renal crônica. OBJETIVO: Determinar a prevalência e os fatores associados à obesidade abdominal em pacientes em hemodiálise (HD. MÉTODOS: Estudo transversal com 344 pacientes maiores de 18 anos. A obesidade abdominal foi definida pela circunferência da cintura > 94 cm nos homens e > 80 cm nas mulheres. As variáveis independentes envolveram aspectos socioeconômicos, demográficos, hábitos de vida, tempo em HD, consumo alimentar e índice de massa corporal (IMC. A análise dos fatores associados foi realizada por regressão de Poisson múltipla, permanecendo no modelo final as variáveis com p 25 kg/m². Nos homens, a classe econômica D/E também permaneceu associada à obesidade abdominal, p < 0,05. CONCLUSÃO: Observou-se alta prevalência de obesidade abdominal em pacientes em hemodiálise. Idade superior a 40 anos, classes econômicas mais baixas, ingestão proteica inferior ao recomendado e excesso de peso foram associados à obesidade abdominal.

  7. Investigação da queixa de disfagia em pacientes afásicos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karin Zazo Ortiz

    2013-12-01

    Full Text Available OBJETIVOS: verificar a presença e evolução da queixa de deglutição em pacientes afásicos pós- AVE e, a partir do relato dos familiares em relação à melhora das manifestações, analisar se a ocorrência da afasia interferiu no prognóstico da disfagia. MÉTODO: 30 pacientes afásicos pós-AVE na fase crônica foram entrevistados e, juntamente com seus familiares, responderam a um questionário sobre a presença e a permanência de queixas de deglutição pós-AVE e aspectos relacionados, bem como melhoras ocorridas em relação aos quadros de disfagia e afasia. Para verificar se a disfagia parece ter interferido no prognóstico da afasia, comparou-se as curvas de Kaplan-Meier dos pacientes que referiram queixas de disfagia com os que não referiram. RESULTADOS: 48% dos pacientes tiveram queixas de dificuldades de deglutição pós-AVE. Destes, 93% apresentaram mudanças positivas (melhora parcial ou total do quadro. O tempo médio para que o paciente apresentasse qualquer tipo de mudança (espontânea ou não foi de 76 dias. 60% referiu melhora total da disfagia, sendo que 47% foram submetidos à terapia fonoaudiológica. Em relação à afasia, 87% dos pacientes referiram melhora, apesar de nenhum paciente ter referido melhora total. 57% haviam sido expostos à terapia fonoaudiológica para a afasia. O tempo médio referido para que o paciente apresentasse qualquer tipo de mudança positiva nas manifestações foi de 183 dias. Não houve diferença significante na melhora da afasia entre o grupo com e sem queixa de deglutição. CONCLUSÕES: dos pacientes afásicos avaliados neste estudo, 48% apresentou queixa de disfagia. Verificou-se, a partir do relato dos familiares, que a ocorrência da afasia parece não ter interferido no prognóstico da disfagia.

  8. A comunicação profissional-paciente em oncologia: uma compreensão psicanalítica

    OpenAIRE

    Bianchini,Daniela Cristina Silva

    2015-01-01

    Esta dissertação é composta por dois artigos empíricos escritos a partir da pesquisa realizada sobre a comunicação profissional–paciente em oncologia. O primeiro estudo refere-se à percepção da comunicação profissional-paciente sob o enfoque dos pacientes com câncer. Foram entrevistados 14 pacientes adultos que estavam realizando quimioterapia, em diferentes estágios da doença (sete metastáticos). Destes, oito eram homens. O segundo estudo apresenta a percepção dos profissionais que atendem p...

  9. Confiabilidade de sintomas sugestivos de angina em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica

    OpenAIRE

    Yilmaz Gunes; Mustafa Tuncer; Unal Guntekin; Hasan Ali Gumrukcuoglu; Serkan Akdag; Bulent Ozbay; Bunyamin Sertogullarindan

    2009-01-01

    FUNDAMENTO: Devido à sobreposição de sintomas e inadequada capacidade de exercícios, o diagnóstico não-invasivo da doença arterial coronariana (DAC) pode ser sub ou superestimado em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC). OBJETIVO: Avaliar os resultados de angiografias coronarianas em pacientes com DPOC dependendo das características clínicas basais. MÉTODOS: Os registros médicos de 157 pacientes com DPOC e 157 pacientes sem DPOC pareados por características clínicas basais, ...

  10. Marcadores práticos de função renal em pacientes com cistinose

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Pache de Faria Guimaraes

    2012-09-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Cistinose é uma doença sistêmica, autossômica recessiva, que leva à insuficiência renal crônica na infância, a não ser que o tratamento com cisteamina seja iniciado precocemente. Mesmo nestas condições, os pacientes evoluem para doença renal crônica terminal por volta da segunda década da vida. Portanto, a avaliação da função renal é essencial neste grupo de pacientes. OBJETIVO: Avaliar e correlacionar a cistatina C, creatinina sérica e o clearance de creatinina pela Fórmula de Schwartz em pacientes com cistinose, com diferentes graus de função renal. MÉTODOS: Foram incluídos pacientes com menos de 18 anos de idade, com diferentes níveis de função renal, de acordo com o KDOQI em estágios 1 a 4. Nenhum dos pacientes estava em terapia de substituição renal. Foram medidos os seguintes parâmetros: cistatina C, creatinina sérica e o clearance de creatinina pela fórmula de Schwartz. RESULTADOS: Foram analisadas 103 amostras de sangue de 26 pacientes. Foi detectada correlação significativa entre creatinina sérica e cistatina C (r = 0,81, p < 0,0001, cistatina C e o clearance de creatinina pela fórmula de Schwartz (r = -0,84, p < 0,0001 e creatinina sérica e clearance de creatinina (r = -0,97, p < 0,0001. CONCLUSÕES: A medida da cistatina não mostrou nenhuma vantagem sobre a creatinina sérica e o clearance de creatinina pela fórmula de Schwartz em pacientes com cistinose para avaliar o ritmo de filtração glomerular. Este é o primeiro relato sobre o valor da creatinina sérica, do clearance de creatinina pela fórmula de Schwartz e da cistatina C em pacientes com cistinose.

  11. Candidíase em pacientes aidéticos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    C.E.O.P. Campos

    1992-09-01

    Full Text Available Trinta e cinco aidéticos entre 19 e 55 anos admitidos e tratados de candidíase no Hospital Emílio Ribas, SP, com ELISA positivo para HIV e confirmado pelo Western Blot. Tuberculose em 9 sendo 2 com pericardite; neurotoxoplasmose em 6; neurocriptococose em 5; herpes labial em 4; pneumocistose em 3 e sarcoma de Kaposi em 2, achavam-se associadas. A concentração inibitória mínima 50% (MIC 50% para os azoles foi: ketoconazol= 2,2 µg/ml; itraconazol- 21,0 µg/ml; fluconazol = 19,0 µg/ml. O MIC 50% para ospolienos: nistatina- 50,0 µg/ml; anfotericina B= 0,12 µg/ml e para 5 fluorcitosina= 1,6 µg/ml nas 35 amostras de Candida isoladas. Testes não paramétricos de Siegel revelaram significante identificação (80% das Candida albicans na candidíase, e que a dose de AMB não modificou o número de óbitos, precoce e tardio, ocorridos nesses aidéticos. O uso prévio dos azoles e da nistatina explicaria, talvez, o elevado MIC 50% observado nas amostras de Candida isoladas.

  12. Avaliação e tratamento da hiperglicemia em pacientes graves

    OpenAIRE

    Marina Verçoza Viana; Rafael Barberena Moraes; Amanda Rodrigues Fabbrin; Manoella Freitas Santos; Fernando Gerchman

    2014-01-01

    A hiperglicemia é um problema frequentemente encontrado em pacientes graves em ambiente de terapia intensiva. Sua presença se associa ao aumento da morbidade e da mortalidade, independentemente da causa da admissão (infarto agudo do miocárdio, condição após cirurgia cardiovascular, acidente vascular cerebral e sepse). Entretanto, permanecem muitas dúvidas com relação à fisiopatologia e, particularmente, em relação ao tratamento ...

  13. Anestesia para lavagem pulmonar em paciente pediátrico portador de proteinose alveolar pulmonar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Breno Monteiro Gonçalves

    2012-04-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A proteinose alveolar pulmonar (PAP é um transtorno raro, descrito inicialmente em 1958. A lavagem pulmonar total (LPT, proposta na década de 1960 ainda é o tratamento de escolha. Diversas técnicas foram descritas para realizar a lavagem pulmonar em pediatria, no entanto, todas apresentam limitações e riscos. RELATO DO CASO: Paciente de 6 anos e 8 meses, sexo feminino, 25 kg com o diagnóstico de proteinoise alveolar pulmonar submetida a lavagem pulmonar total por fibrobroncoscopia lobar sequencial sob anestesia geral em ventilação espontânea.

  14. Dor em pacientes com prótese de quadril : diagnóstico de enfermagem

    OpenAIRE

    1998-01-01

    Trata-se de um estudo retrospectivo, descritivo, em que foram avaliadas as características definidoras de dor e dor crônica, propostas pela Taxonomia I da NANDA em 32 pacientes submetidos à Artroplastia Total de Quadril. As características definidoras presentes em maior percentual foram: habilidade alterada para continuar atividades prévias, mudança no padrão do sono e relato verbal ou evidência de dor experimentada por mais de seis meses. This article is a retrospective and descriptive st...

  15. Vulnerabilidades presentes no percurso vivenciado pelos pacientes com HIV/AIDS em falha terapêutica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Petra Kelly Rabelo de Sousa

    2013-04-01

    Full Text Available Um grande avanço no tratamento da AIDS deu-se com o surgimento da terapia antiretroviral. Entretanto, diversas vulnerabilidades podem estar presentes no percurso vivenciado pelos pacientes durante o tratamento. Objetivou-se analisar as vulnerabilidades dos pacientes com HIV/AIDS em falha terapêutica. Estudo qualitativo realizado com sete usuários com AIDS considerados em falha terapêutica, em uma Unidade de Serviço Ambulatorial Especializado em HIV/AIDS, em Fortaleza-CE. Para interpretação dos dados, utilizou-se uma técnica de análise de conteúdo. Nos discursos, percebeu-se que os depoentes enfrentavam conflitos na família e, no ambiente de trabalho, dificuldades de relacionamento com as pessoas e estigma. Observou-se que os pacientes haviam vivenciado diversas situações que os tornaram mais suscetíveis à infecção por HIV e ao adoecimento.

  16. Achados histológicos na parede posterior da laringe em pacientes com refluxo gastroesofageano (GERD

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gomes Guilherme F.

    2001-01-01

    Full Text Available Introdução: O mecanismo de manifestações otorrinolaringológicas da doença do refluxo gastroesofageano é provavelmente o resultado de refluxo faringogastroesofageano noturno intermitente. O contato da faringe e laringe com o suco gástrico resulta em inflamação e edema, mesmo com pouca ou mínima exposição ácida. Porém, estudos histológicos na parede posterior da laringe, em pacientes com exposição crônica ao suco gástrico, não têm sido realizados mas podem representar importante informação diagnóstica. Este estudo tem como objetivo descrever biópsias de parede posterior de laringe em pacientes portadores de doença do refluxo gastroesofageano. Forma de estudo: Prospectivo não randomizado. Material e método: No período compreendido entre junho de 1998 a setembro de 1998, foram realizadas biópsias da parede posterior da laringe em sete pacientes portadores de doença do refluxo gastroesofageano (GERD, que apresentavam sintomas crônicos de faringe e laringe. Todos os pacientes realizaram investigação do refluxo gastroesofageano através da endoscopia digestiva alta, e também laringoscopias diretas na procura de lesões laringológicas sugestivas de etiologia relacionada à GERD,e foram classificados em grupo I e grupo II, respectivamente: grupo com laringoscopia normal e grupo com laringoscopia com lesão. Resultados: Os resultados mostraram que 42,85% dos pacientes estudados apresentavam epitélio escamoso como revestimento da parede posterior da laringe; 42,85% apresentaram áreas de metaplasia escamosa em permeio ao epitélio pseudoestratificado respiratório; e apenas 28,57% dos pacientes apresentaram epitélio respiratório. Além do mais, 71,4% dos pacientes apresentaram alterações histológicas decorrentes da GERD que são encontradas no esôfago. Conclusões: Os resultados deste estudo sugerem que o refluxo gastroesofageano pode estar relacionado com a mudança do epitélio da parede posterior da laringe

  17. Distress do paciente oncológico: prevalência e fatores associados na opinião de familiares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karla Alexsandra de Albuquerque

    2014-10-01

    Full Text Available Este estudo verificou a prevalência e fatores associados ao distress de pacientes oncológicos, na opinião de familiares. Foram entrevistados 140 familiares responsáveis pelo cuidado de pacientes com câncer. O Termômetro de Distress foi adaptado para uso em familiares. Estes consideraram que 72,9% dos pacientes estavam com distress relacionado a preocupações (80,4%, nervosismo (78,4%, tristeza (74,5%, dor (67,6%, fadiga (67,6% e problemas com alimentação (57,8%. Modelos de regressão logística hierárquica mostraram que, enquanto familiares do sexo masculino (OR=0,025 e idades mais avançadas (OR=0,006 a 0,059 tiveram menor risco de perceber o distress, indivíduos protestantes, comparados a católicos, tiveram chance 12,77 vezes maior de percebê-lo. Quanto aos fatores associados, nervosismo (OR=10,8 contribuiu significativamente mais com a percepção de distress pelos familiares quando comparado a fadiga (OR=3,38 ou ter plano de saúde privado (OR=2,55. Familiares podem ser grandes aliados na avaliação e acompanhamento do distress de pacientes com câncer.

  18. Insuficiência renal aguda em pacientes com Síndrome Hellp

    OpenAIRE

    Sílvia Maria Dorigoni

    2001-01-01

    A síndrome HELLP ocorre em gestantes ou puérperas e é caracterizada pelo surgimento de hemólise, elevação de enzimas hepáticas e plaquetopenia. Desenvolve-se em aproximadamente 10% das gestantes com pré-eclampsia, sendo mais freqüente entre a 22a e 36a semanas de gestação. Insuficiência renal aguda é uma complicação freqüente e grave nessas pacientes. O objetivo deste estudo foi avaliar, em pacientes com síndrome HELLP, a prevalência de insuficiência renal aguda e estudar fatores a ela associ...

  19. Trabalhadores da CEASA: fatores associados à fadiga e capacidade para o trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valéria Aparecida Masson

    2015-06-01

    Full Text Available RESUMOObjetivo:avaliar características sociodemográficas, estilo de vida e condições de saúde relacionadas à fadiga e à capacidade para o trabalho.Método:estudo transversal com 90 trabalhadores da Central de Abastecimento de Campinas, com dados coletados em 2011. Foram utilizados três questionários: Fadiga; Índice de Capacidade para o Trabalho e Sociodemográfico.Resultados:na análise de regressão univariada as variáveis associadas a capacidade para o trabalho foram: escolaridade, uso de medicamentos, estresse, dor nos últimos seis meses e dor na última semana. Na análise de regressão univariada as variáveis associadas à fadiga foram: escolaridade, estresse, sonolência, dor nos últimos seis meses, dor na última semana e problemas de saúde.Conclusão:existe necessidade de implantação de programas de promoção da saúde entre estes trabalhadores.

  20. Distúrbios de memória em pacientes epilépticos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    STELLA FLORINDO

    1999-01-01

    Full Text Available O autor estudou distúrbios de memória em pacientes epilépticos com crises parciais complexas (CPC, com os objetivos de: 1 identificar estes distúrbios; e 2 comparar os resultados dos pacientes com os dos controles. Foram estudados 50 pacientes adultos e 20 sujeitos sem enfermidades neuropsiquiátricas. Os métodos consistiram em: 1 investigação da atividade mnemônica através do Teste de Memória de Wechsler (subtestes: Armazenamento e Recuperação, Memória Recente e Memória Imediata; e 2 comparação entre os resultados de ambos os grupos. 3 associação entre SPECT Cerebral e atividade mnemônica. Nos três subtestes, os pacientes apresentaram desempenho cognitivo significativamente inferior ao dos controles (p <0,05. Constatou-se a associação entre hipofluxo em região temporal esquerda e distúrbio da memória nos três subtestes. Concluiu-se que há associação entre CPC e distúrbios da atividade mnemônica.

  1. Acometimento ocular em pacientes com AIDS e toxoplasmose do sistema nervoso central: antes e depois do HAART

    OpenAIRE

    Zajdenweber,Moysés; Muccioli, Cristina; Belfort Jr.,Rubens

    2005-01-01

    OBJETIVO: Descrever o comprometimento ocular em pacientes com AIDS e toxoplasmose do sistema nervoso central, comparando os períodos pré e pós-terapia anti-retroviral (HAART). MÉTODOS: Em estudo retrospectivo, comparamos 118 pacientes com AIDS e toxoplasmose do sistema nervoso central que foram examinados em nossa instituição antes do pré e pós-terapia anti-retroviral (1994-1996) com 24 pacientes com AIDS e toxoplasmose do sistema nervoso central que foram tratados com pré e pós-terapia anti-...

  2. Microestrutura e resistência à fadiga de um aço inoxidável martensítico macio refundido por tocha plasma

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sérgio L. Henke

    2014-03-01

    Full Text Available Este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito produzido pela refusão superficial por meio de uma tocha plasma na resistência à fadiga de um aço inoxidável martensítico macio utilizado na fabricação de rotores de turbinas hidráulicas. As refusões foram efetuadas na superfície deste tipo de aço utilizando corrente contínua e pulsada sendo os ensaios de fadiga realizados por meio de flexão em quatro pontos nas tensões de 750, 850 e 1000 MPa. Foi constatado um melhor desempenho da condição refundida em relação ao material sem este tratamento. Não foram constatadas diferenças significativas de desempenho à fadiga para as refusões utilizando corrente contínua e convencional. A presença de tensões residuais compressivas decorrentes da transformação martensítica em parte justifica o melhor desempenho da condição refundida. Análises microscópicas complementares revelaram que o menor desempenho à fadiga do material base sem refusão estava associado também à presença de defeitos (microrechupes provenientes do processo de fundição os quais promoviam à nucleação de trincas de fadiga junto aos mesmos. A presença de ferrita delta, situada junto às ripas de martensita orientadas a 45º em relação à direção de carregamento, promoveu a nucleação das trincas de fadiga nos corpos de prova com tratamento de refusão superficial.

  3. Anestesia em paciente com síndrome de Rubinstein-Taybi: relato de caso

    OpenAIRE

    Carlos Rogério Degrandi Oliveira; Luciana Elias

    2005-01-01

    JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A síndrome de Rubinstein-Taybi (SRT) é uma doença genética causada por uma mutação ou apagamento do cromossomo 16, caracterizada por retardo físico e mental, anormalidades craniofaciais e hálux e polegares largos. Há pouca informação sobre esta síndrome na literatura anestésica. O objetivo deste relato foi apresentar a conduta anestésica em paciente submetido à cirurgia odontológica e discutir as características de interesse para a anestesia nesses pacientes. RELATO...

  4. Análise da ceratometria corneana em pacientes portadores de espasmo hemifacial

    OpenAIRE

    Pereira,Ivana Cardoso; Saraiva,Patrícia Grativol Costa; Saraiva,Fabio Petersen; MEDEIROS, Fabricio Witzel; Miki,Gustavo; Matayoshi,Suzana

    2011-01-01

    OBJETIVO: Determinar a variação da ceratometria em olhos de pacientes portadores de espasmo hemifacial submetidos a tratamento com toxina botulínica. MÉTODOS: Foram incluídos 18 pacientes portadores de espasmo hemifacial que foram submetidos ao exame oftalmológico completo, além da topografia corneana e Orbscan previamente à aplicação de toxina botulínica tipo A e 1 mês após o procedimento. RESULTADOS: Não houve diferença estatisticamente significante entre a ceratometria encontrada pela topo...

  5. Perimetria automatizada em pacientes com glaucoma congênito primário

    OpenAIRE

    Lopes Filho,José Garone Gonçalves; Betinjane,Alberto Jorge; Carvalho,Celso Antônio de

    2007-01-01

    OBJETIVO: Identificar e caracterizar os defeitos nos exames de perimetria automatizada encontrados nos pacientes com diagnóstico de glaucoma congênito primário. MÉTODOS: Foram avaliados retrospectivamente os campos visuais automatizados de 81 olhos (48 pacientes), sendo 15 olhos sem glaucoma (grupo N) e 66 olhos com glaucoma (grupo G). Os olhos com glaucoma foram divididos em olhos com alterações campimétricas incipientes, caracterizadas pelo MD> -6 dB (grupo G I= 41 olhos) e olhos com altera...

  6. Influência da psicoterapia breve transpessoal em pacientes com doença de Crohn

    OpenAIRE

    Arlete Silva Acciari

    2014-01-01

    Introdução: A doença de Crohn é uma enfermidade crônica, com tratamento contínuo e prolongado. Além de sintomas físicos como dor abdominal, diarreia e emagrecimento, os pacientes são acometidos por crises de ansiedade, depressão e perda na qualidade de vida, necessitando de acompanhamento psicológico. Objetivo Geral: Avaliar os efeitos da Psicoterapia Breve Transpessoal em pacientes com doença de Crohn. Objetivos Específicos: Analisar os resultados da Psicoterapia Breve Transpessoal quanto à ...

  7. Variações no posicionamento dos eixos visuais em pacientes submetidos a cirurgias de estrabismo

    OpenAIRE

    Graciela Scalco Brum; Rosália Maria Simões Antunes-Foschini; Christine Mae Morello Abbud; Harley Edison Amaral Bicas

    2011-01-01

    OBJETIVOS: Determinar as variações no ângulo de posicionamento ocular pós-operatório em pacientes submetidos a cirurgias para correção de estrabismo e identificar possíveis fatores de risco associados a tal ocorrência. MÉTODOS: Foi realizado estudo retrospectivo de 819 pacientes portadores de estrabismo submetidos à cirurgia para correção do desvio ocular entre janeiro de 1995 e dezembro de 2005 no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. ...

  8. Ambliopia por estrabismo: estudo retrospectivo de pacientes em hospital universitário

    OpenAIRE

    Costa,Deborah Salerno; Klein,Rita de Cássia Andrade; Leite,Cristiane de Almeida; Ginguerra,Maria Antonieta da Anunciação; Polati,Mariza

    2006-01-01

    OBJETIVO: Avaliar a influência da adesão ao tratamento, da gravidade da ambliopia e da idade de início do tratamento em pacientes com ambliopia por estrabismo submetidos à terapia oclusiva. MÉTODOS: Analisaram-se 569 prontuários de pacientes com ambliopia por estrabismo atendidos no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP no período de 1983 a 2000. Os critérios de exclusão foram: perda de seguimento, idade maior que 12 anos, presença de nistagmo e outras doenças oculares. Todos ...

  9. Risco de suicídio em paciente alcoolista com depressão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anna Lucia Spear King

    2006-01-01

    Full Text Available Dependência do álcool é o consumo excessivo com perda do controle apesar das conseqüências prejudiciais decorrentes. A depressão se caracteriza por um período longo e contínuo de humor deprimido com sintomas específicos. Procuramos ressaltar a importância do tratamento da co-morbidade da depressão em pacientes alcoolistas a fim de prevenir complicações como o risco de suicídio. O suicídio e a depressão em adolescentes e adultos representam maior risco com o uso indevido do álcool. A depressão em pacientes alcoolistas precede as tentativas de suicídio na maioria dos casos. Relatamos um caso grave de paciente dependente do álcool com depressão e risco de suicídio atendido no ambulatório do Programa de Estudos e Assistência ao Uso Indevido de Drogas do Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro (PROJAD/IPUB/UFRJ. O tratamento consistiu no uso de antidepressivos e psicoterapia cognitivo-comportamental. O tratamento da depressão do paciente associou-se a maior adesão à terapêutica, prevenção de recaídas no alcoolismo e redução do risco de suicídio. O diagnóstico precoce da depressão como co-morbidade em paciente dependente de álcool realizado por profissionais treinados é indispensável para o tratamento adequado e para minimizar o risco de suicídio.

  10. Videolaringoestroboscopia e avaliação vocal em pacientes portadores de artrite reumatoide Videolaryngostroboscopy and voice evaluation in patients with rheumatoid arthritis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mario Augusto Ferrari de Castro

    2012-10-01

    Full Text Available A artrite pode afetar a laringe com rouquidão e fadiga vocal. OBJETIVO: Avaliar as manifestações laríngeas da artrite reumatoide. MÉTODOS: Estudo prospectivo de 27 pacientes com artrite reumatoide por meio de videolaringoestroboscopia, avaliação perceptivo-auditiva da voz por meio da escala GIRBAS, análise acústica e questionário do Índice de desvantagem vocal. RESULTADOS: Queixas laríngeas foram descritas por 19 pacientes, principalmente disfonia intermitente e sensação de corpo estranho na garganta. O achado laringoscópico mais frequente foi o cavalgamento das aritenoides. Três pacientes apresentaram pitch considerada grave. Nove tiveram o grau de disfonia e rugosidade discretos. As medianas das medidas acústicas foram: F0, 198,39 Hz; Jitter, 0,815; Shimmer, 4,915; e NHR, 0,144. Em relação ao índice de desvantagem vocal, a mediana foi zero para todos os domínios. Existiu significância estatística relacionando a queixa vocal com todos os domínios desse índice. A classe funcional teve relação estatisticamente significante com: cavalgamento de aritenoides (p = 0,001, PPQ (p = 0,0257, Shimmer (p = 0,0295, APQ (p = 0,0195 e com o domínio físico e total do IDV (p = 0,0227 e p = 0,0425. CONCLUSÃO: Queixa laríngea foi referida por 70,4% dos pacientes e alterações laringoscópicas foram verificadas em 48%. A avaliação acústica da voz e a autopercepção mostraram-se alterados.Arthritis may affect the larynx and produce symptoms such as hoarseness and vocal fatigue. OBJECTIVE: This paper aimed to evaluate the laryngeal manifestations of rheumatoid arthritis. METHODS: This is prospective study assessed 27 patients with rheumatoid arthritis with the aid of videolaryngostroboscopy, auditory-perceptual analysis of the speech using the GIRBAS scale, acoustic analysis and the Voice Handicap Index questionnaire. RESULTS: Nineteen patients had laryngeal complaints, the main ones being intermittent dysphonia and sensation of a

  11. Rosuvastatina e ciprofibrato no tratamento da dislipidemia em pacientes com HIV

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hamilton Domingos

    2012-11-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A dislipidemia secundária à terapia antirretroviral potente nos pacientes com HIV está associada à significativa elevação da morbimortalidade cardiovascular por doença aterosclerótica, sendo, portanto, necessário tratamento imediato e eficaz. OBJETIVO: Demonstrar a efetividade e a segurança da rosuvastatina e do ciprofibrato no tratamento da dislipidemia associada à terapia antirretroviral potente em pacientes com HIV. MÉTODOS: Trezentos e quarenta e seis pacientes com dislipidemia foram submetidos a tratamento farmacológico: 200 pacientes com hipertrigliceridemia receberam ciprofibrato (Grupo I; 79 pacientes com hipercolesterolemia receberam rosuvastatina (Grupo II; e 67 pacientes com dislipidemia mista receberam ciprofibrato associado a rosuvastatina (Grupo III. O perfil lipídico foi avaliado antes e após o tratamento hipolipemiante, sendo feita comparação estatística pelo teste de Wilcoxon. Transaminases hepáticas e creatinofosfoquinase foram dosadas para controle de toxicidade hepática e muscular. RESULTADOS: As concentrações séricas de triglicérides e de colesterol total foram significativamente menores do que as obtidas antes do tratamento, para os três grupos experimentais (p < 0,002. Observou-se aumento significativo do HDL colesterol nos grupos experimentais I e III (p < 0,002. Nos grupos I e II, o LDL-colesterol foi significativamente menor (p < 0,001. Nenhum dos pacientes apresentou elevações de transaminases ou de creatinofosfoquinase a níveis de toxicidade significativa. CONCLUSÃO: Os resultados deste estudo demonstram que ciprofibrato, rosuvastatina ou a combinação de ambos pode ser considerada tratamento hipolipemiante efetivo, seguro e com boa tolerância nos pacientes com Aids submetidos à terapia antirretroviral potente.

  12. PACIENTE EM UNIDADES MÉDICO-CIRÚRGICAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gisele Hespanhol Dorigan

    2015-01-01

    Full Text Available Este estudio tuvo como objetivo identificar los factores predictivos de la experiencia y la satisfacción del paciente con la atención de enfermería y comparar las propiedades psicometricas de la versión brasileña y la versión original del Newcastle Satisfaction with Nursing Scales. Se trata de un estudio transversal con 351 pacientes en unidades médico-quirúrgicas de un hospital universitario. Para el análisis de los dados se utilizó el método de regresión lineal múltiple. La satisfacción con la atención de enfermería en general fue el predictor de las experiencias (p<0.0001 y la satisfacción con el internamiento (p<0,0001. Otros predictores de la satisfacción con la atención fueron la edad (p=0,027, el nivel de educación (p=0,024 y la satisfacción con la hospitalización (p=0,021. Llegamos a la conclusión de que la versión brasileña del instrumento demostró confiabilidad y validez satisfactorios, así como ser fácil de usar y menos costoso.

  13. Três anos de ventriculectomia parcial esquerda: resultados globais e tardios em 41 pacientes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    FROTA FILHO José Dario

    1999-01-01

    Full Text Available Objetivos: Avaliar a indicação, sobrevida, qualidade de vida e arritmias após Ventriculectomia Parcial Esquerda (VPE e relatar seu uso como ponte para transplante. Casuística e Métodos: Quarenta e um pacientes (pt operados no período de dezembro de 1994 a dezembro de 1997,com idades de 32 a 70 anos, com miocardiopatia dilatada, classe funcional IV-92,6% e III-7,3% com contra-indicação para transplante e má qualidade de vida. Ecocardiogramas e estudos eletrofisiológicos (EEF pré e pós-operatórios foram realizados. Clinicamente, agrupados pela NYHA e pelo Protocolo de Qualidade de Vida (QV. Resultados: Em 15 pacientes examinados aos 30 e 90 dias de pós-operatório por ecocardiograma obtivemos os dados da tabela abaixo: Sobrevida de 66%, 53%, 40% e 36,6% aos 3, 6, 12 e 24 meses, respectivamente. Aos 3 anos a mortalidade imediata e tardia é de 21,5 % e 42,1%,com total de 63,6 %. Menor mortalidade relacionada a arritmia quando não se conseguiu induzí-la no pós-operatório. A qualidade de vida melhorou (72,7 % em NYHA I e II e 81,8% em QV I e II e dois foram transplantados posteriormente. Conclusões: Melhoraram a dinâmica cardíaca, a QV e a classe funcional (NYHA.O EEF identificou pacientes com maior risco de arritmias pós-operatórias. A sobrevida de 36% em 3 anos é encorajadora, levando-se em conta a gravidade dos casos. A seleção de pacientes não tem ainda critérios inequívocos.

  14. Características de pacientes com síndrome da fibromialgia atendidos em hospital de Salvador-BA, Brasil Characteristics of patients with fibromyalgia syndrome assisted in a hospital of Salvador, BA, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sérgio Ricardo Matos Rodrigues da Costa

    2005-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: descrever as características demográficas, sócio-econômicas e clínicas de pacientes com síndrome da fibromialgia (SF atendidos no Hospital Santo Antônio em Salvador, BA, Brasil. MÉTODOS: cento e vinte pacientes com SF foram avaliados prospectivamente por dois reumatologistas, quanto aos dados clínico-epidemiológicos e manifestações clínicas. RESULTADOS: todos os pacientes eram do sexo feminino, com média de idade igual a 29,8 anos. A dor difusa foi encontrada em todas as pacientes e fadiga em 94,2% (n=113. Ansiedade foi referida por 105 pacientes (87,5% e depressão por 47 (39,2%. O tender-point mais encontrado foi o suboccipital direito, em 40% (n=48 dos pacientes e o menos encontrado foi o glúteo direito, em 26,7% (n=26. A média do número total de tender points foi 13,6 (limites de 11 a 18, sendo a média e a mediana 14. O grupo de pacientes que tiveram número de tender-points superior ou igual à mediana apresentou, significativamente, menor renda familiar (pOBJECTIVE: to describe the demographic, socioeconomic and clinical characteristics of patients with Fibromyialgia Syndrome (FS assisted at the Hospital Santo Antônio in Salvador, BA, Brazil. METHODS: a hundred and twenty patients with FS were prospectively evaluated by two rheumatologists in relation to the clinical-epidemic data and clinical manifestations. RESULTS: all the patients were female, with average age of 29.8 years. Diffuse pain was found in all patients and fatigue was found in 94.2% (n = 113. Anxiety was referred by 105 patients (87.5% and depression by 47 (39.2% of them. The most common tender point found was the right subocciput, reported by 40% (n = 48 of the patients and the less found was the right gluteal, in 26.7% (n = 26. The mean of the total number of tender points was 13.6 (limits from 11 to 18, being the average and the median 14. The patients' group that had the number of tender points superior or equal to the median presented

  15. Ensaio clínico com novo antidepressivo (Doxepin em pacientes internados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luís Marques-Assis

    1969-06-01

    Full Text Available A ação antidepressiva do Doxepin foi estudada em 17 pacientes internados. Em 8 casos foi feito o diagnóstico de psicose maníaco-depressiva, em 7 de depressão psiconeurótica e, em dois, de depressão involutiva. O tempo de tratamento variou de 10 a 42 dias. O Doxepin foi utilizado em doses máximas que variaram entre 125 e 300 mg/dia. Foram feitas avaliações semanais da sintomatologia, tendo sido registrados os efeitos colaterais espontaneamente referidos pelos pacientes. Controle laboratorial (leucocitometria, hematócrito, transaminase glutâmico-oxalacética, uréia e proteinúria foram feitos antes, durante e após o tratamento. A análise dos resultados obtidos permitiu aos autores chegarem às seguintes conclusões: 1 os efeitos colaterais foram de pequena monta, não interferindo diretamente com o tratamento; 2 as provas laboratoriais não apresentaram alterações significativas; 3 o medicamento apresentou ação antidepressiva em 82,7% dos casos, com 52,9% de remissões; 4 as depressões psiconeuróticos foram as que melhor responderam ao tratamento.

  16. Candidíase em pacientes aidéticos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    C.E.O.P. Campos

    1992-09-01

    Full Text Available Trinta e cinco aidéticos entre 19 e 55 anos admitidos e tratados de candidíase no Hospital Emílio Ribas, SP, com ELISA positivo para HIV e confirmado pelo Western Blot. Tuberculose em 9 sendo 2 com pericardite; neurotoxoplasmose em 6; neurocriptococose em 5; herpes labial em 4; pneumocistose em 3 e sarcoma de Kaposi em 2, achavam-se associadas. A concentração inibitória mínima 50% (MIC 50% para os azoles foi: ketoconazol= 2,2 µg/ml; itraconazol- 21,0 µg/ml; fluconazol = 19,0 µg/ml. O MIC 50% para ospolienos: nistatina- 50,0 µg/ml; anfotericina B= 0,12 µg/ml e para 5 fluorcitosina= 1,6 µg/ml nas 35 amostras de Candida isoladas. Testes não paramétricos de Siegel revelaram significante identificação (80% das Candida albicans na candidíase, e que a dose de AMB não modificou o número de óbitos, precoce e tardio, ocorridos nesses aidéticos. O uso prévio dos azoles e da nistatina explicaria, talvez, o elevado MIC 50% observado nas amostras de Candida isoladas.A total of 35 in patients admitted at Emilio Ribas Hospital - São Paulo, Brazil, with digestive candidiasis and AIDS clinical diagnostic were evaluated 10 month later, being 29 male and 6 female; white outnumbering black with age ranged from 30 to 50 years old. Agar Sabouraud culture and tube germinative tests identified 28 (80% Candida albicans out 35 strains. Minimum inhibitory concentration (MIC 50% was against azoles (ketoconazole= 2.2 µg/ml; itraconazole = 21.0 µg/ml and fluconazole- 19.0 µg/ml; polyenes (ny statine - 50.0 µg/ml and amphotericin B= 0.12 µg/ml and 5 fluorcytosine= 1.6µg/ml. Siegeltests showed significant Candida albicans proportions in strains isolated from 35 AIDS patients. There was no significant relation between AMB dosis and early or late death. Conclusions: candidiasis in AIDS patients showed high MIC 50% to azoles and nystatine and significant Candida albicans proportion in all strains isolated from AIDS patients. Previous amphotericin B

  17. Desfechos da gestação em pacientes com dermatomiosite e polimiosite

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Larissa Sayuri Missumi

    2015-04-01

    Full Text Available Introdução: Há poucos estudos que descrevem a gravidez em pacientes com dermatomiosite/polimiosite. São, em grande parte, limitados a relatos de casos ou estudos com amostras pequenas. Objetivos: Analisar a gestação em uma grande amostra de pacientes com dermatomiosite/polimiosite e os desfechos naquelas que engravidaram durante ou depois do início da doença. Métodos: Foram analisados 98 pacientes do sexo feminino com miopatias inflamatórias idiopáticas (60 com dermatomiosite e 38 com polimiosite. Elas foram entrevistadas entre junho de 2011 e junho de 2012 para coletar seus antecedentes obstétricos e dados demográficos. Resultados: Tinham antecedentes obstétricos 78 (79,6% das 98 pacientes. Seis pacientes compolimiosite e nove com dermatomiosite engravidaram após o início da doença. O desfecho da gravidez nessas pacientes foi bom, exceto nos seguintes casos: um de reativação da doença, um de retardo do crescimento fetal, um de diabetes mellitus, um de hipertensão arterial, um de hipotireoidismo e dois de aborto (mesma paciente. Além disso, duas pacientes desenvolveram dermatomiosite durante a gravidez e quatro (duas polimiosite e duas dermatomiosite durante o período pós-parto, com bom controle a seguir com glucocorticoidese terapia imunossupressora. Conclusões: Os eventos obstétricos adversos estiveram relacionados com as intercorrências clínicas e a gravidez não parece levar especificamente a um pior prognóstico na doença (por exemplo: recidiva. Além disso, a dermatomiosite ou polimiosite de início durante a gestaçãoou no período pós-parto apresentou boa evolução depois do tratamento farmacológico.

  18. Manifestações bucais em pacientes com hipogamaglobulinemia

    OpenAIRE

    Karin Sá Fernandes

    2010-01-01

    A hipogamaglobulinemia é uma alteração da imunidade humoral caracterizada por baixos níveis séricos de anticorpos podendo ter causas primárias e secundárias. Estes pacientes apresentam uma susceptibilidade a infecções bacterianas de repetição ou crônicas, principalmente do trato respiratório. Além disso, há alta prevalência de doenças gastrointestinais infecciosas e inflamatórias, hepatite C, doenças auto-imunes, doenças linfoproliferativas e granulomatosas. Ainda que a doença seja conhecida ...

  19. Neurocisticercose: diagnóstico tomográfico em pacientes neurológicos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    NARATA ANA P.

    1998-01-01

    Full Text Available Neurocisticercose (NC é a parasitose mais comum do sistema nervoso central no nosso meio. Foram analisadas 3093 tomografias computadorizadas (TC de 2554 pacientes neurológicos durante o período de um ano. A maioria dos pacientes era procedente de Curitiba (77,3%. 1821 (58,9% das TC foram normais. Do total destes pacientes, 236 (9,2% possuíam achados tomográficos compatíveis com NC; a proporção feminino:masculino foi 1,6:1. Duzentos e dezenove casos (92,8% apresentavam a forma inativa, 13 (5,5% ativa, 3 (1,3% ambas, e apenas 1 caso a forma racemosa. Calcificações intraparenquimatosas foram o achado mais comum (89%. Cefaléia foi o achado clínico mais frequente (35,5%, seguida de epilepsia isolada (20,9% ou associada a outros achados neurológicos (9%. Achados tomográficos compatíveis com NC, especialmente a forma inativa, são achados relativamente comuns em uma população não selecionada de pacientes neurológicos. Com exceção parcial dos pacientes epilépticos, a relação destes achados com o quadro clínico neurológico deve ser cuidadosamente analisada individualmente, pois a presença casual de calcificações isoladas intraparenquimatosas ocorre em uma proporção significativa de pacientes com queixas ou doenças neurológicas sem relação com a NC.

  20. Anestesia em paciente com Xeroderma Pigmentoso: relato de caso Anestesia en paciente con Xeroderma Pigmentoso: relato de caso Anesthesia in patient with Xeroderma Pigmentosum: case report

    OpenAIRE

    Carlos Rogério Degrandi Oliveira; Luciana Elias; Ana Cláudia de Melo Barros; Diogo Brüggemann da Conceição

    2003-01-01

    JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O Xeroderma Pigmentoso é uma doença autossômica recessiva rara, caracterizada pelo desenvolvimento prematuro de neoplasias devido à extrema sensibilidade à radiação ultravioleta. Estas manifestações ocorrem por falha no mecanismo de excisão e reparo do DNA. Se comparados a indivíduos normais, estes pacientes apresentam risco 1000 vezes maior de desenvolver neoplasias em áreas expostas ao sol. O objetivo deste relato é apresentar a conduta anestésica em uma paciente ...

  1. Comparação da percepção de fadiga e de capacidade para o trabalho entre trabalhadores têxteis de empresas que se encontram em diferentes estágios de responsabilidade social empresarial no estado de São Paulo, Brasil Comparison of fatigue and workability among textile workers of companies in different stages of corporate social responsibility in the state of São Paulo, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Jorge Metzner

    2008-12-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Comparar as características demográficas e as percepções da capacidade para o trabalho, fadiga e condições de trabalho entre trabalhadores de indústrias têxteis que estejam em diferentes estágios de responsabilidade social empresarial (RSE. MÉTODOS: Em estudo transversal, 126 trabalhadores de três empresas e cinco fábricas responderam a questionário de caracterização demográfica, condições e estilos de vida, a autoavaliações sobre fadiga, condições de trabalho e capacidade para o trabalho. As empresas foram classificadas em dois grupos de pontuação de indicadores de RSE (o grupo um de menor pontuação e o grupo dois de maior pontuação, com base nas respostas dadas em questionário específico. RESULTADOS: Não foram encontradas diferenças (p > 0,05 nos resultados de capacidade para o trabalho, fadiga e na maior parte dos dados demográficos obtidos entre os trabalhadores dos dois grupos. As melhores condições de trabalho, no grupo de maior pontuação (p = 0,008, deveram-se principalmente ao fornecimento de refeições nas fábricas. CONCLUSÕES: O desenvolvimento e a implementação de projetos de RSE não implicam, necessariamente, em melhores condições de trabalho ou em percepções dos trabalhadores de menor fadiga ou maior capacidade para o trabalho, em relação a empresas que não dispõem desses projetos. Por tratar-se de estudo transversal com população reduzida e como a capacidade para o trabalho pode diminuir com o envelhecimento do trabalhador novos estudos, preferencialmente longitudinais, deverão ser realizados, com populações maiores.OBJECTIVES: To compare demographic data and perception of workability, fatigue and working conditions among groups of workers of textile industries in different stages of Corporate Social Responsibility (CSR. RATIONAL: Cross-sectional study with 126 workers of 5 textile plants and 3 companies, they were asked to fill out a questionnaire to evaluate

  2. Letalidade e internacoes de pacientes em hemodialise em plano de saude

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sergio Adriano Loureiro Bersan

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar desfechos clínicos de pacientes incidentes em hemodiálise vinculados a operadora de plano de saúde. MÉTODOS: Estudo de coorte de incidentes em hemodiálise em Belo Horizonte, MG, de 2004 a 2008, a partir de registros no banco de dados de operadora de planos de saúde. Variáveis independentes: sexo, idade, tempo entre primeira consulta com nefrologista e início da hemodiálise, tipo do primeiro acesso vascular, diabetes mellitus, tempo de permanência hospitalar/ano de tratamento e óbito. Variáveis dependentes: tempo entre início da hemodiálise e óbito e tempo de permanência hospitalar/ano de tratamento > 7,5 dias. Análise estatística: teste Qui-quadrado de Pearson na análise univariada para os desfechos óbito e tempo de permanência hospitalar/ano de tratamento; método de Kaplan-Meier para análise de sobrevida; modelo de Cox e regressão Poisson para risco de óbito e chance de tempo de permanência hospitalar/ano de tratamento > 7,5 dias. Foi utilizada ferramenta de Business Intelligence para extração dos dados e software Stata(r 10.0. RESULTADOS: Estudados 311 indivíduos em hemodiálise, 55,5% homens, média de 62 anos (dp: 16,6 anos. A prevalência aumentou 160% no período estudado. Na análise de sobrevivência a mortalidade foi maior entre os mais idosos, nos que não realizaram consulta com nefrologista, fizeram uso de cateter vascular temporário como primeiro acesso, com diabetes mellitus, nos que foram internados no mesmo mês do início da hemodiálise. No modelo de Cox associaram-se a maior risco para óbito a idade avançada, diabetes mellitus, não realizar consulta prévia com nefrologista e internar-se no primeiro mês de hemodiálise. Maior tempo de permanência hospitalar/ano de tratamento não se associou ao sexo e diabetes. As variáveis não foram significativas na regressão Poisson. CONCLUSÕES: A avaliação pelo especialista antes do início da hemodiálise diminui o risco de

  3. Tetanic fade induced by d-Tubocurarine, Hexamethonium and Neostigmine in phrenic nerve diaphragm of diabetic rats Fadiga neuromuscular induzida por d-Tubocuranina, Hexametônio e Neostigmina em preparações nervo frênico-diafragma isolado de ratos diabéticos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wilson Alves do Prado

    1998-07-01

    Full Text Available A acetilcolina liberada do terminal nervoso motor (TNM pode modular sua própria liberação (automodulação do TNM, interagindo com receptores nicotínicos (autoestimulação do TNM ou muscarínicos (autoinibição do TNM pré-juncionais. Por outro lado, tem-se demonstrado que a neuropatia induzida pelo estado diabético determina vários danos estruturais no interior do TNM, sem, contudo, interferir na velocidade e na integridade da transmissão neuromuscular. Estudos farmacológicos demonstram que animais diabéticos, quando comparados aos normais, são menos sensíveis a alguns bloqueadores neuromusculares (d-tubocurarina, galamina, pancurônio e decametônio. Esses resultados sugerem que alguma modificação no sistema de automodulação do TNM pode contrabalançar as deficiências neuronais induzidas pelo estado diabético. Dessa forma, o presente estudo foi conduzido com preparações nervo frênico-diafragma isolado de ratos (obtidas de animais normais e diabéticos na tentativa de verificar se existiriam diferenças na fadiga neuromuscular induzida por drogas (d-tubocurarina, neostigmina, hexametônio. Nossos resultados mostraram que, embora não existissem diferenças na indução da fadiga neuromuscular induzida por d-tubocurarina, neostigmina ou hexametônio, o recobro da fadiga neuromuscular induzida por d-tubocurarina foi mais rápido em preparações neuromusculares obtidas de animais diabéticos. Essa diferença pode estar relacionada a alguma modificação induzida pelo estado diabético que determinou redução da afinidade da d-tubocurarina para os receptores nicotínicos pré-juncionais.The acetylcholine released from motor nerve terminal (MNT can regulate its own output (MNT automodulation acting on nicotinic (positive feed back automodulation or muscarinic (negative feedback automodulation presynaptic receptors. On the other hand, diabetic neuropathy, a disorder of peripheral nerves, is one of the most common complication

  4. Diagnósticos de enfermagem identificados em pacientes transplantados renais de um hospital de ensino

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Michelle Soares Josino da Silva

    2009-06-01

    Full Text Available O transplante de órgãos constitui uma última esperança de sucesso na recuperação de doenças em estágio terminal. AEnfermagem participa de forma atuante desde a captação do órgão até as consultas no ambulatório após o transplante,exigindo pessoal capacitado. Esse trabalho tem por objetivos identificar os principais diagnósticos de enfermagem empacientes transplantados renais, em uma unidade de internação de um hospital de ensino no município de Fortaleza-Ce, epropor intervenções baseadas nas reais necessidades desses pacientes. Estudo descritivo-exploratório, de naturezaqualitativa. A população foi constituída por pacientes transplantados em pós-operatório mediato e com complicações póstransplante,sendo a amostra de doze pacientes. A coleta dos dados ocorreu através da aplicação de um histórico deenfermagem e para a análise foi abordada a seqüência das etapas do PE, utilizando-se a taxonomia II da NANDA. Foramidentificados dezessete diagnósticos de enfermagem, o que permitiu a elaboração de intervenções baseadas nas reaisnecessidades desses pacientes. Acreditamos que, as intervenções sugeridas fundamentadas com referencial teórico, serão desuma importância para a prática dos enfermeiros que trabalham nessa área, e principalmente no hospital em questão.

  5. O familiar acompanhante como estimulo comportamental de pacientes internados em terapia intensiva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Veronica Lopes Louzada Vidal

    2013-09-01

    Full Text Available O objetivos deste estudo foram levantar as expressões verbais e não verbais presentes no comportamento do paciente antes, durante a inserção e permanência do familiar acompanhante no centro de terapia intensiva, e analisar comparativamente as alterações comportamentais do paciente durante esses momentos da internação. MÉTODO: O cenário foi o centro de terapia intensiva de um hospital no Rio de Janeiro, conveniado com o Sistema Único de Saúde (SUS. A abordagem qualitativa resultou da observação livre sobre o comportamento de cinco pacientes e registros em diário de campo durante três dias consecutivos. Priorizou-se observação do paciente no primeiro dia de internação e após a inserção ininterrupta do familiar acompanhante por três dias consecutivos. RESULTADOS: As mudanças nas reações verbais e não verbais do paciente após os estímulos gerados pela presença do familiar variaram de ausência de fala e movimentos, passividade no agir, a reações de aceitação dos procedimentos, comunicação cinésica ampliada e maior participação no cuidado.

  6. Freqüência de dermatoses infecciosas em 208 pacientes transplantados renais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vettorato Gérson

    2003-01-01

    Full Text Available FUNDAMENTOS: Nos pacientes transplantados renais, a imunossupressão crônica acarreta maior suscetibilidade às dermatoses infecciosas. OBJETIVOS: avaliar a freqüência de dermatoses infecciosas em 208 pacientes transplantados renais no período de 12 meses e verificar a relação entre sua ocorrência e o período de tempo transcorrido desde o transplante. MÉTODO: 208 transplantados renais de uma população de 720 pacientes foram submetidos a exame dermatológico no período de um ano, tendo sido realizados exames anatomopatológico micológico, bacteriológico e/ou cultural das lesões suspeitas. RESULTADOS: a freqüência de dermatoses infecciosas nessa população foi de 89,4%. As infecções fúngicas, virais, bacterianas e parasitárias mais freqüentes foram pitiríase versicolor (17,8%, verruga vulgar (32,2%, foliculite (4,3% e escabiose (3,8%. CONCLUSÃO: as dermatoses infecciosas são freqüentes nos pacientes transplantados renais, e sua ocorrência aumenta progressivamente conforme o tempo transcorrido a partir do transplante, sendo importante o acompanhamento dermatológico desses pacientes.

  7. Qualidade de vida em pacientes hipertensos e validade concorrente do Minichal-Brasil

    OpenAIRE

    Melchiors, Ana Carolina; Correr,Cassyano Januário; Pontarolo, Roberto; Santos,Felipe de Oliveira de Souza; Rodrigo Augusto de Paula e Souza

    2010-01-01

    FUNDAMENTO: Os questionários de Qualidade de Vida Relacionada à Saúde (QVRS) são instrumentos de medidas de resultados humanísticos tanto em estudos clínicos quanto em farmacoeconômicos. No entanto, eles devem ter seus parâmetros psicométricos avaliados, de forma a refletir a avaliação subjetiva individual da qualidade de vida. OBJETIVOS: Descrever o perfil de qualidade de vida dos pacientes hipertensos e avaliar a validade concorrente do instrumento Minichal-Brasil, comparando com o instrume...

  8. Efeitos da sondagem nasogástrica em pacientes com acidente cerebrovascular e disfagia

    OpenAIRE

    2014-01-01

    O estudo teve por objetivo analisar os efeitos da sondagem gástrica em pacientes com acidente vascular cerebral e disfagia. Revisão sistemática da literatura, realizada em seis bases de dados, com os descritores stroke e intubation, gastrointestinal. Foram encontrados 120 estudos e selecionados três ensaios clínicos. Os resultados apontaram diferentes desfechos, entre os quais: aumento do nível sérico de albumina (gastrostomia), prognóstico ruim e risco...

  9. Alta parasitemia pelo Trypanosoma cruzi em paciente com lupus eritematoso sistêmico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Santos-Neto Leopoldo Luiz dos

    2003-01-01

    Full Text Available É descrito um caso de doença de Chagas com alta parasitemia pelo Trypanosoma cruzi em paciente com lupus eritematoso sistêmico. O xenodiagnóstico foi útil na identificação da parasitemia e o benznidazol foi capaz de reduzir a alta e incomum parasitemia. Em indivíduos com doenças auto-imunes e immunossuprimidos, o benznidazol pode ser uma alternativa no controle da alta parasitemia por Trypanosoma cruzi.

  10. Infecções fúngicas em pacientes pediátricos portadores de neoplasias

    OpenAIRE

    Maria Rabelo de Carvalho, Ana

    2008-01-01

    Infecções fúngicas são freqüentes em pacientes com neoplasias, principalmente as crianças, devido à imaturidade do sistema imunológico e quando fazem uso de terapêuticas invasivas, internamento prolongado e medicamentos imunossupressores. O presente estudo teve como objetivos diagnosticar infecções fúngicas em crianças com câncer e relatar as espécies isoladas correlacionando com o tipo de câncer. Foram realizadas coletas no Hospital Universitário Oswaldo Cruz/ Centro de Oncologia...

  11. Mecanismos e fatores associados aos sintomas gastrointestinais em pacientes com diabetes melito

    OpenAIRE

    Mônica Loureiro Celino Rodrigues; Maria Eugênia Farias Almeida Motta

    2012-01-01

    OBJETIVOS: Apresentar a frequência, os principais fatores causadores dos sintomas gastrointestinais em pacientes portadores do diabetes melito e controvérsias quanto à sua ocorrência em crianças e adolescentes. FONTES DOS DADOS: Revisão não sistemática nas bases de dados MEDLINE/PubMed e SciELO (1983-2011), além de capítulos de livros relevantes. Foram selecionados os artigos mais atuais e representativos do tema. SÍNTESE DOS DADOS: A prevalência do diabetes melito vem aumentando ao longo dos...

  12. O efeito da hidroterapia na dor, qualidade de vida e funcionalidade em pacientes com fibromialgia

    OpenAIRE

    Rocha, Virgílio

    2016-01-01

    Projeto de Graduação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Licenciado em Fisioterapia Objetivo: Sistematizar a evidência científica existente sobre o papel do efeito da Hidroterapia na Dor, Qualidade de Vida e Funcionalidade em pacientes com Fibromialgia Métodos: Estudo de revisão incluindo estudos randomizados controlados, pesquisados nas bases de dados PubMed, EBSCO, PEDro e Web of Science, com doentes com fibromialgia, cujo tipo de...

  13. Interacoes medicamentosas potenciais em pacientes com doenca renal cronica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alessandra Batista Marquito

    2014-03-01

    Full Text Available Introdução: Interações medicamentosas (IMs são frequentes na prática clínica e estão diretamente relacionadas a fatores como polifarmácia, idade avançada e deficiência na metabolização e excreção de fármacos. Indivíduos com doença renal crônica (DRC comumente utilizam diversas classes de medicamentos, constituindo um importante grupo de risco para IMs. Objetivo: Identificar potenciais interações entre medicamentos prescritos a renais crônicos em tratamento conservador, e fatores associados a sua ocorrência. Métodos: Estudo observacional transversal, com análise de 558 prescrições. O potencial interativo dos medicamentos foi traçado tendo como suporte a base de dados MICROMEDEX®, software que disponibiliza farmacopeias conhecidas internacionalmente. Resultados: Houve predomínio de indivíduos do sexo masculino (54,7%, idosos (69,4%, no estágio 3 da DRC (47,5%, com sobrepeso e obesos (66,7%. As comorbidades mais prevalentes foram a hipertensão arterial sistêmica (68,5% e o diabetes mellitus (31,9%. IMs potenciais foram detectadas em 74,9% das prescrições. De um total de 1.364 IMs detectadas, 229 (16,8% foram de gravidade maior e 5 (0,4% contraindicadas, com necessidade de intervenção imediata. Interações de gravidade moderada ou menor foram identificadas respectivamente em 1.049 (76,9% e 81 (5,9% das prescrições. Observou-se que a probabilidade de ocorrência de uma IM aumentou em 2,5 vezes para cada medicamento adicional (IC = 2,18-3,03. Obesidade, diabetes, hipertensão e estágio avançado da DRC foram fatores de risco fortemente associados para ocorrência de IM. Conclusão: A associação de medicamentos em indivíduos com DRC relacionou-se com alta prevalência de IMs potencialmente graves, especialmente nos estágios mais avançados da doença.

  14. Avaliação de risco para úlcera por pressão em pacientes críticos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flávia Sampaio Latini Gomes

    2011-04-01

    Full Text Available Pacientes acamados apresentam risco de desenvolver úlceras por pressão e representam um grupo prioritário para o estudo e identificação deste agravo. Para tal, utilizam-se instrumentos de avaliação específicos para o problema. O objetivo deste estudo foi analisar os fatores de risco para o desenvolvimento de úlcera por pressão em pacientes adultos internados em CTIs. Trata-se de um estudo seccional analítico no qual foram avaliados 140 pacientes, internados em 22 CTIs, utilizando-se a escala de Braden. Os resultados mostraram que pacientes internados por 15 dias ou mais apresentavam alguma categoria de risco. As maiores freqüências de úlcera por pressão foram encontradas em pacientes que estavam nas categorias: percepção sensorial (completamente limitado, umidade (constantemente úmida, mobilidade (completamente imobilizado, atividade (acamado, nutrição (adequado e fricção e cisalhamento (problema. Conclui-se que a utilização dessa escala traduz-se em estratégia importante no cuidar de pacientes em terapia intensiva.

  15. INTERVENÇÕES DE ENFERMAGEM AOS PACIENTES ONCOLÓGICOS EM CUIDADOS PALIATIVOS INTERNADOS EM UMA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thaís Fernandes de Oliveira

    2016-01-01

    Full Text Available Câncer é um sério problema de saúde. Os pacientes oncológicos são submetidos a longos períodos de internação e medo constante da morte, principalmente quando esses pacientes estão em cuidados paliativos. A assistência de enfermagem aos pacientes em cuidados paliativos é permeada por dificuldades e obstáculos, dentre eles destaca-se os intitucionais e pessoais. Lidar com uma doença crônica como o câncer e o óbito requer profissionais capacitados e comprometidos com o bem estar do pacientes e de seus familiares. As complicações decorrentes da doença ou do tratamento tornam esses pacientes potencialmente graves, sendo necessária em alguns casos a internação em Unidade de Terapia Intensiva (UTI. Os cuidados paliativos e a permanência dos pacientes oncológicos em UTI é para muitos controvérsio e motivo de descrédito e uma assistência restrita. Partindo dessa temática, objetivou-se descrever como as ações de enfermagem podem contribuir para um processo de morte digno aos pacientes oncológicos internados em uma UTI. Para atingir o objetivo optou-se por delineamento metodologico do tipo exploratório, descritivo, retrospectivo do tipo bibliográfico. Espera-se que esse estudo contribui para a assistência de enfermagem aos pacientes oncológicos em cuidados paliativos internados em UTI.

  16. Um Novo Indice de Doppler Tecidual para Prever Morte Cardiaca em Pacientes com Insuficiencia Cardiaca

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristian Mornos

    2014-01-01

    Full Text Available Fundamento: Foi demonstrado que um novo índice de Doppler Tecidual, E/(E'×S', incluindo a proporção entre a velocidade diastólica precoce transmitral e a do anel mitral (E/E', e a velocidade sistólica do anel mitral (S', tem uma boa precisão como preditor da pressão de enchimento do ventrículo esquerdo. Objetivo: Investigar o valor de E/(E'×S' para prever a morte cardíaca em pacientes com insuficiência cardíaca. Métodos: Foi realizado sucessivamente o ecocardiograma em 339 pacientes hospitalizados com insuficiência cardíaca, em ritmo sinusal, após tratamento médico adequado, no momento e um mês depois da alta. O agravamento de E/(E'×S' foi definido como um aumento do valor padrão. O ponto final foi a morte cardíaca. Resultados: Durante o período de acompanhamento (35,2 ± 8,8 meses, ocorreu a morte cardíaca em 51 pacientes (15%. O melhor valor mínimo para E/(E'× S' inicial na previsão da morte cardíaca foi de 2,83 (76% de sensibilidade, 85% de especificidade. No momento da alta, 252 pacientes (74,3% apresentaram E/(E'×S' ≤ 2,83 (grupo I, e 87 (25,7% apresentaram E/(E'×S' > 2,83 (grupo II, respectivamente. A morte cardíaca foi significativamente maior no grupo II em relação ao grupo I (38 mortes, 43,7% contra 13 mortes, 5,15%, p 2,83 no momento da alta e com um agravamento após um mês apresentaram o pior prognóstico (todos p < 0,05. Conclusão: Em pacientes com insuficiência cardíaca a relação E/(E'×S' é um poderoso preditor da morte cardíaca, especialmente quando esta estiver associada com o seu agravamento.

  17. Estrongiloidíase em pacientes com pênfigo foliáceo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Tavares-Neto

    1991-09-01

    Full Text Available Em 30 pacientes com pênfigo foliáceo, a freqüência da estrongiloidíase foi de 40,0%, através de três exames de Baermann-Moraes. No "Hospital do Pênfigo", em Uberaba, as freqüências da estrongiloidíase nos funcionários (n = 14 e escolares (n = 47 da Escola-creche, anexa, também foram altas, respectivamente 35,7% e 23,4%. Em 7 (58,3 % das 12 amostras do solo, do jardim/pátio do "Hospital", foram observadas formas de vida livre do Strongyloides stercoralis. O fator ambiental e a predisposição dos pacientes foram associados à alta transmissão da estrongiloidíase.In 30 patients with foliaceous pemphigus the frequency of strongyloidiasis was 40%, by three Baermann- Moraes examination. In the "Hospital do Penfigo", for patients with pemphigus of Uberaba, the frequencies of strongyloidiasis in the employees (n = 14 and students (n=47, of the annexed nursery, also were high, respectively 35.7 % and 23.4%. In 7(58.3 of 12 samples from the soil of the hospital courtyard were found free-life forms of Strongyloides. The environmental factor and the susceptibility of the pacients were associated with the high transmission of the strongyloidiasis.

  18. Variabilidade da frequência cardíaca em pacientes com Distrofia Miotônica tipo 1

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guilherme Fregonezi

    2012-04-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: O envolvimento cardíaco é comum em pacientes com Distrofia Miotônica (DM. A Variabilidade da Frequência Cardíaca (VFC é uma técnica simples e confiável que pode ser útil para estudar a influência do sistema nervoso autonômico sobre o coração. OBJETIVO: Estudar a variabilidade da frequência cardíaca em pacientes com DM tipo 1. MÉTODOS: Estudamos a VFC durante registros de 5 minutos em pacientes com DM em um grupo controle saudável. Analisamos os domínios da frequência (BF e AF em unidades normalizadas (un e balanço simpático-vagal, na posição sentada e em decúbito dorsal. RESULTADOS: Dezessete pacientes (10 homens e 7 mulheres e dezessete indivíduos pareados saudáveis (10 homens e 7 mulheres foram estudados. As modulações simpática e parassimpática do coração elevadas em pacientes do sexo masculino com DM da posição em decúbito dorsal para a posição sentada em 19% da AFun e a razão BF/AF aumentaram 42,3%. Na posição sentada, os pacientes do sexo masculino com DM apresentaram balanços simpático-vagal significativamente mais elevados em 50,9% em comparação com indivíduos controles saudáveis. A VFC foi influenciada tanto pelo sexo quanto pela enfermidade apresentada. O sexo influenciou a AFun na posição em decúbito dorsal, enquanto a razão BF/AF e AFun foi afetada em ambas as posições. Análises post hoc mostraram que o sexo afeta significativamente pacientes com DM e indivíduos saudáveis de diferentes maneiras (p < 0,01. O domínio de baixa frequência na posição sentada (AFun foi significativamente influenciado pela enfermidade. CONCLUSÃO: Os resultados deste estudo sugerem que o estímulo simpático em pacientes de meia-idade do sexo masculino com DM que não está gravemente comprometido e apresenta duração moderada da doença parece ser maior do que em indivíduos saudáveis pareados.

  19. Modelagem da vida de fadiga e do acúmulo de deformações permanentes em pavimentos asfálticos por meio de um modelo de dano contínuo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Victor Ferreira Teixeira

    2009-10-01

    Full Text Available

    É sabido que as condições das rodovias brasileiras têm grande impacto sobre a economia nacional. Diante disso, nasce a necessidade de uma busca por métodos de análise de pavimentos que possam prever com maior precisão as falhas as quais o pavimento está submetido. Dentre os principais métodos utilizados atualmente, pode-se citar os métodos puramente empíricos e aqueles mecanístico-empíricos que fazem uso da resposta estrutural do pavimento. A aprimoração de técnicas numéricas como o Método dos Elementos Finitos (MEF ou o Método dos Elementos de Contorno (MEC tem feito com que os métodos mecanístico-empíricos ganhem cada vez mais espaço e sejam mais usados no dimensionamento de pavimentos. O presente trabalho apresenta um modelo mecanístico que considera a evolução do dano causado pelos carregamentos e, conseqüentemente, possibilita uma melhor simulação da vida de fadiga da camada asfáltica. O modelo também possibilita uma melhor modelagem do acúmulo de deformação permanente nos pavimentos através do uso da Teoria da Viscoelasticidade, permitindo assim avaliar as duas principais falhas dos pavimentos flexíveis.

  20. Qualidade de vida e capacidade funcional em pacientes com úlcera arterial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Maria Renó Moreira

    2016-05-01

    Full Text Available Objetivo: Avaliar a Qualidade de Vida (qv e a capacidade funcional em pacientes com Doença Arterial Periférica (dap e Úlceras Arteriais (ua. Metodologia: Estudo clínico descritivo e transversal, realizado no Sul de Minas Gerais, Brasil. Sessenta pacientes adultos alocados em três grupos —grupo dap com ua, grupo dap sem ua e grupo controle, sem dap e sem ua— foram entrevistados, utilizando-se os questionários Health Assessment Questionnaire (haq e o Short Form-36 Health Survey (sf-36 para medir a capacidade funcional e a qv, respectivamente. Para a comparação entre os grupos, foi utilizado o teste de Kruskal-Wallis. Resultados: Quarenta e dois participantes (70% são mulheres e a idade média foi de 63 anos. Os pacientes com dap, com ou sem ua, apresentaram incapacidade funcional significativamente maior que pacientes sem dap ( 0,01 nos componentes relacionados a deambulação, uso de utensílios domésticos, higiene e apreensão/sustentação de objetos. Os pacientes com dap, com ou sem lesões, apresentaram sf-36 escores significativamente mais baixos —menor qv— nos domínios Capacidade funcional, Aspectos físicos, Dor corporal, Vitalidade, Aspectos sociais e Aspecto emocional do sf-36 em relação ao grupo controle ( 0,001. Também foram observadas diferenças significativas ( 0,001 entre o grupo controle e o grupo com dap e ua nos domínios Estado geral de saúde e Saúde mental. Conclusão: Os pacientes com dap, com ou sem úlcera, apresentaram redução na capacidade de realização de algumas atividades cotidianas, além de baixos níveis de qv quando comparados aos pacientes sem a doença.

  1. UTILIZAÇÃO DE ANTIMICROBIANOS EM PACIENTES HOSPITALIZADOS

    OpenAIRE

    Farias, Tânia de Sousa

    2007-01-01

    A descoberta dos antimicrobianos proporcionou a redução significativa das infecções e promoveu uma melhora significativa na qualidade de vida da população. Entretanto, essa realidade ocasionou o uso inadequado desses medicamentos e conseqüentemente o surgimento de cepas de bactérias resistentes à ação dos antibióticos. O uso clínico de antimicrobianos em hospitais tem conseqüências individuais e coletivas, pois afeta o indivíduo que faz uso desse fármaco, e a microbiota do ambiente hospitalar...

  2. Adiaspiromicose pulmonar: achado casual em paciente falecido de febre amarela

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Moraes Mário A.P.

    2001-01-01

    Full Text Available Durante um surto de febre amarela (forma rural da infecção instalado, em fins de 1999, no Estado de Goiás, Brasil, um enfermo, com sintomatologia suspeita, faleceu no Hospital Universitário de Brasília, DF, cinco dias após a admissão. À necropsia, microscopicamente, além das alterações hepáticas características da infecção, encontraram-se nos pulmões e linfonodos hilares, estruturas arredondadas, reconhecidas como adiaconídios de Emmonsia parva var. crescens.

  3. Toxoplasmose do sistema nervoso central em paciente sem evidência de imunossupressão: relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silva Luciana Almeida

    2001-01-01

    Full Text Available O quadro clínico da toxoplasmose adquirida em pacientes imunocompetentes habitualmente não inclui manifestações neurológicas focais, o que é freqüente em pacientes imunodeprimidos, como aqueles com síndrome da imunodeficiência adquirida. Este trabalho tem como objetivo relatar o caso de uma paciente adulta que apresentou abscessos cerebrais por Toxoplasma gondii, sem evidência de qualquer fator causador de imunossupressão.

  4. Treinamento de músculos inspiratórios em pacientes com quadriplegia Inspiratory muscle training in quadriplegic patients

    OpenAIRE

    Janne Marques Silveira; Ada Clarice Gastaldi; Cristina de Matos Boaventura; Hugo Celso Souza

    2010-01-01

    OBJETIVO: Determinar se o treinamento de músculos inspiratórios pode aumentar a força e endurance desses músculos em pacientes com quadriplegia. MÉTODOS: Oito pacientes quadriplégicos (7 homens e 1 mulher) com lesão medular cervical entre C4 e C7 foram submetidos ao treinamento de músculos inspiratórios utilizando-se um resistor de carga linear ajustado em 30% da PImáx. As sessões de treinamento foram realizadas com os pacientes sentados 5 vezes por semana por 8 semanas. Tempo de endurance, P...

  5. Massa ventricular esquerda e índice cardiotorácico em pacientes com doença renal crônica em hemodiálise

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisco de Assis Costa

    2014-04-01

    Full Text Available Introdução: A hipertrofia ventricular esquerda (HVE é um fator preditor independente de risco cardiovascular em pacientes com doença renal crônica (DRC em hemodiálise (HD. Objetivo: Mostrar a utilidade da radiografia de tórax no diagnóstico de HVE em pacientes com DRC em HD. Métodos: Estudo transversal que incluiu 100 pacientes (58 homens e 42 mulheres, idade média de 46,2 ± 14,0 anos, com DRC de todas as etiologias, há pelo menos seis meses em HD. Foram obtidos ecocardiograma e radiografia de tórax dos pacientes, sempre até uma hora após o término das sessões de HD. Resultados: A HVE foi detectada em 83 pacientes (83%, dos quais 56 (67,4% apresentavam o padrão concêntrico e 27 (32,6% a padrão excêntrico de HVE. Cardiomegalia - definida por índice cardiotorácico (ICT > 0,5 - esteve presente em 61 pacientes (61%. Foram os seguintes os valores de sensibilidade, especificidade e acurácia, respectivamente, para a variável ICT: 66,2%, 70,5% e 68,0%. A correlação de Pearson entre ICT e índice de massa do ventrículo esquerdo (IMVE foi de 0,552 (p < 0,05 e razão de verossimilhança positivo de 2,2. Conclusão: A radiografia de tórax é um exame seguro e útil como ferramenta diagnóstica de HVE em pacientes com DRC em HD.

  6. Prevalência da fragilidade entre os pacientes com doença renal crônica em tratamento conservador e em diálise

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Henrique Novais Mansur

    2012-06-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Fragilidade é um estado de vulnerabilidade fisiológica do paciente que se associa ao maior número de hospitalização e óbito. OBJETIVOS: Avaliar a prevalência de fragilidade e os fatores a ela associados em pacientes com doença renal crônica (DRC em tratamento conservador (TC, hemodiálise (HD e diálise peritoneal (DP. MÉTODOS: A fragilidade foi avaliada em 146 pacientes (86 em TC, 37 em HD e 23 em DP e caracterizada como fraqueza muscular e exaustão - pelos domínios do aspecto físico e da vitalidade, respectivamente, avaliados pelo questionário SF-36 de qualidade de vida; como inatividade física caso a resposta fosse "nunca" ou "quase nunca" - quando questionado sobre a prática de atividade física; e como perda de peso não intencional (> 4,5 kg por ano. Os pacientes foram divididos em três grupos: não frágeis (NF, pré-frágeis (PF e frágeis (F. As variáveis demográficas, clínicas e laboratoriais foram extraídas dos prontuários dos pacientes. RESULTADOS: A fragilidade foi caracterizada em 36% dos pacientes em TC, 37,8% em HD e 47,8% em DP. Foi diagnosticada em 36,8% dos pacientes com idade entre 20 e 40 anos e 40,3% daqueles entre 41 e 60 anos. A fragilidade associou-se significativamente ao uso de vitamina D (r = 0.16; p = 0.03, hemoglobina (r = -0.14; p = - 0.02 e paratormônio intacto (r = 0.16; p = 0.03. CONCLUSÕES: A fragilidade é frequente entre os pacientes com DRC em tratamento conservador e dialítico, mesmo naqueles não idosos. Nos pacientes estudados, o fenótipo de fragilidade se associou com o não uso de vitamina D, menores níveis séricos de hemoglobina e níveis mais elevados de paratormônio.

  7. Dengue in an elderly patient Dengue em paciente idosa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Milton Luiz Gorzoni

    2010-06-01

    Full Text Available Although elderly populations are more exposed to the risk of getting dengue, the clinical peculiarities of this disease in this age range are not well known. This report is about an 80-year-old woman with dengue complications, self-medicated with salicylate. Literature indicates a more severe clinical condition, high hospitalization rate and significant mortality. This is caused by previous infections by other serotypes of this arbovirus, presence of chronic diseases, immunosenescence and high drug consumption, especially salicylates and the like. Analyses are required in a public health perspective in order to help health professionals that care for patients with dengue in this age range.Embora cada vez mais populações idosas estejam expostas ao risco de contrair dengue, pouco se sabe sobre peculiaridades clínicas desta doença nesta faixa etária, fato este que motivou este relato sobre octogenária com dengue agravada por automedicação de salicilato. A literatura consultada aponta para quadro clínico mais grave, elevado índice de hospitalizações e mortalidade significativa. Deve-se isto a infecções prévias com outros sorotipos desta arbovirose, presença de doenças crônico degenerativas, imunosenescência e alto consumo de medicamentos, particularmente salicilatos e similares. Análises, sob a ótica da saúde pública, são necessárias para auxiliar aos profissionais de saúde que assistem pacientes com dengue nesta faixa etária

  8. Interações Medicamentosas Potenciais em Pacientes de Unidades de Terapia Intensiva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Liliana Batista Vieira

    2012-08-01

    Full Text Available O objetivo do estudo é determinar a frequência de interações fármaco-fármaco em prescrições de pacientes internados em unidades de terapia intensiva e analisar os fatores associados relativos à farmacoterapia e ao paciente. O estudo descritivo transversal foi realizado em dois hospitais de ensino da região centro oeste do Brasil. As interações medicamentosas potenciais foram identificadas nas prescrições do primeiro dia (24 horas e do quinto dia (120 horas de internação empregando o software Drug Reax. Dos 117 pacientes do estudo, 63,2% apresentaram interações medicamentosas potenciais nas primeiras 24 horas de internação e 68,4% pacientes em 120 horas. Houve associação estatisticamente significativa entre o número de medicamentos prescritos e a ocorrência de interações medicamentosas nos dois momentos de internação. O estudo demonstrou que a prevalência de interações fármaco-fármaco foi elevada nos hospitais investigados e que a chance de interação aumentou com o número de medicamentos prescritos, número de diagnósticos e idade maior que 60 anos. O conhecimento do mecanismo farmacológico e dos fatores de risco para interações medicamentosas potenciais contribuem para aumentar a segurança e efetividade do tratamento. Para ampliar a segurança da farmacoterapia, é essencial implementar estratégias que auxiliem a equipe de saúde a identificar as interações e implementar medidas de prevenção e monitorização de pacientes em riscos de desenvolver interações medicamentosas. A atuação do farmacêutico clínico na unidade de terapia intensiva é uma ferramenta importante para a prevenção, identificação e monitorização das interações medicamentosas.

  9. Dermatoses em pacientes com diabetes mellitus Skin lesions in diabetic patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    N T Foss

    2005-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Ainda é desconhecida a relação do diabetes com fatores determinantes ou precipitantes de lesões dermatológicas em pacientes diabéticos. Assim, o objetivo do estudo foi investigar a presença de lesões cutâneas, não referidas pelo paciente diabético e sua relação com o controle metabólico da doença. MÉTODOS: Foram examinados 403 pacientes, dos quais 31% eram diabéticos do tipo 1 e 69% do tipo 2. Em ambulatório de um hospital universitário, os pacientes foram atendidos por endocrinologista para a avaliação endócrino-metabólica e por dermatologista para a avaliação dermatológica. O grau de controle metabólico foi documentado em 136 pacientes por meio da dosagem de hemoglobina glicada. RESULTADOS: Houve predomínio de dermatofitoses (82,6%, seguido de grupo de dermatoses como acne e degeneração actínica (66,7%, piodermites (5%, tumores cutâneos (3% e necrobiose lipoídica (1%. Entre as dermatoses mais comuns em diabéticos, foram confirmados com exame histológico: dois diagnósticos de necrobiose (0,4%, cinco de dermopatia diabética (1,2% e três casos de mal perfurante plantar (0,7%. Os valores da hemoglobina glicada foram: 7,2% em pacientes com controle metabólico adequado nos dois tipos de diabetes e de 11,9% e 12,7% nos tipos 1 e 2, respectivamente, com controle inadequado. Nos pacientes com controle metabólico inadequado foi observada freqüência maior de dermatofitoses, em ambos os tipos de diabetes. CONCLUSÕES: Os dados revelaram freqüência elevada de lesão dermatológica nos pacientes diabéticos, especialmente dermatofitoses. Dessa forma, o descontrole metabólico do diabético propicia maior suscetibilidade a infecções cutâneas.OBJECTIVE: It is yet unknown the relationship between diabetes and determinants or triggering factors of skin lesions in diabetic patients. The purpose of the present study was to investigate the presence of unreported skin lesions in diabetic patients and their

  10. Estudo da Fase Intra-hospitalar da Revascularizacao Cirurgica do Miocardio em Pacientes Dialiticos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Matheus Miranda

    2014-03-01

    Full Text Available Fundamentos: Atualmente, a revascularização cirúrgica do miocárdio é o melhor tratamento para o paciente dialítico com lesão coronariana multiarterial, contudo a mortalidade e a morbidade hospitalar do procedimento ainda permanecem altas. Objetivos: Avaliar os resultados e a evolução intra-hospitalar da revascularização cirúrgica do miocárdio isolada em pacientes dialíticos. Métodos: Estudo retrospectivo unicêntrico de 50 pacientes dialíticos consecutivos e não selecionados, submetidos à revascularização cirúrgica do miocárdio em um hospital terciário universitário no período de 2007 a 2012. Resultados: A casuística apresentou alta prevalência de fatores de risco cardiovasculares (100% hipertensos, 68% diabéticos e 40% dislipidêmicos. Não houve óbito intraoperatório, e 60% dos procedimentos foram feitos sem circulação extracorpórea. Houve sete (14% óbitos intra-hospitalares. Infecção pós-operatória, insuficiência cardíaca prévia, uso de circulação extracorpórea, função ventricular anormal e reexploração cirúrgica foram os fatores associados a maior mortalidade. Conclusão: A revascularização cirúrgica do miocárdio é um procedimento factível para essa classe de pacientes, contudo com alta morbidade e mortalidade intra-hospitalar. É necessário melhor entendimento das particularidades metabólicas desses pacientes para o planejamento adequado das condutas.

  11. Histerossonossalpingografia e histerossalpingografia no diagnóstico de permeabilidade tubária em pacientes inférteis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Almeida I. de

    2000-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Comparar a histerossonossalpingografia (HSS em relação à histerossalpingografia (HSG na avaliação de fator tubário em pacientes inférteis. MATERIAL E MÉTODO: Foi realizado um estudo transversal com 30 pacientes em investigação de infertilidade, com idade inferior a 38 anos. As pacientes foram submetidas à HSS, HSG e videolaparoscopia (LPC na primeira fase do ciclo menstrual. Foi comparada a avaliação de permeabilidade tubária da HSS e da HSG, utilizando-se a LPC como padrão-ouro. Foi calculado o valor preditivo negativo (VP- dos exames. A HSS utilizou como meio de contraste o Ecovist®, a HSG utilizou contraste iodado hidrossolúvel e a LPC utilizou a cromotubagem com azul de metileno. Foi considerada como diferença estatisticamente significativa um p<0,05. RESULTADOS: A amostra final de estudo foi de 26 pacientes (quatro abandonaram a investigação. A idade média da amostra foi de 30,6 anos. A HSS demonstrou permeabilidade tubária em pelo menos uma das tubas em 24 pacientes (92,3%. A HSG demonstrou permeabilidade em uma das tubas em 25 (96,2%, e a LPC em 25 pacientes (96,2%. O VP- da HSS foi de 92% e o VP- da HSG foi de 100%. Não houve diferença estatística significante entre a HSS e a HSG (p=0,996, teste de Yates. CONCLUSÕES: A HSS é um método alternativo à HSG na avaliação de permeabilidade tubária de pacientes inférteis.

  12. Líquido cefalorraqueano em 50 pacientes com AIDS Cerebrospinal fluid in 50 AIDS patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    S. L. Hinrichsen

    1996-06-01

    Full Text Available Foram estudados 50 pacientes com AIDS. Todos estes pacientes apresentavam anticorpos anti-HIV1 (ELISA e preenchiam os critérios de pontuação OPAS/Caracas de definição de casos de AIDS em adultos. A análise do liquido cefalorraqueano (LCR incluiu: pressão; citologia (número de células e aspectos citomorfológicos; proteína total e eletroforese; concentrações de glicose, cloretos e testes imunológicos para sífilis, toxoplasmose e infecções virais (citomegalovírus, varicela-zoster, Herpes simplex, e HI VI. Investigações bacteriológicas e micológicas (pesquisa direta e cultura, além de teste de aglutinação (látex para Cryptococcus foram também realizados. Os testes imunológicos usados foram fixação do complemento, imunofluorescência indireta, hemaglutinação passiva e/ou ELISA. Todos os LCR foram analisados no mesmo laboratório seguindo sempre a mesma metodologia. O LCR esteve alterado em 45 pacientes (90,0% dos 50 pacientes estudados. As principais alterações encontradas no LCR foram: aumento de gamaglobulina em 25 casos (55,5%; aumento da proteína total em 23 (51,1%; hipercitose em 22 (48,9% e diminuição dos cloretos em 18(40,0%. A detecção de anticorpos anti- HIV1 estiveram presentes em 42 pacientes (93,3%. Toxoplasmose isolada ou associada a outros agentes foi a infecção oportunista mais freqüente, detectada em 26 casos (57,7%. O LCR deverá ser sempre analisado em todos os pacientes com AIDS, com ou sem sintomas neurológicos.Fifty AIDS patients were studied. AH patients had anti-HIV antibodies (ELISA present and met OPAS/ Caracas punctuation criteria for AIDS cases in adults. Cerebrospinal fluid (CSF analysis included pressure, cytology (number and cytomorphological aspects, total protein and electrophoresis, glucose and chloride concentration. Bacteriological and mycological investigations were performed as well as agglutination tests for Cryptococcus. Complement fixation, indirect immunoflorescence

  13. Avaliação eletrofisiológica cardíaca em pacientes com sarcoidose

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jefferson Curimbaba

    2011-04-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Sarcoidose é uma doença granulomatosa multissistêmica de origem desconhecida que pode causar morte súbita. OBJETIVO: Avaliação eletrofisiológica de pacientes com sarcoidose com suspeita de comprometimento cardíaco. MÉTODOS: Foram estudados 22 pacientes com média de idade de 55,32 ±13,13 anos, com diagnóstico de sarcoidose e suspeita de comprometimento cardíaco. Foram submetidos à avaliação clínica, exames laboratoriais, eletrocardiograma, ecocardiograma, Holter de 24h, cintilografia com gálio ou tecnécio e estudo eletrofisiológico. Em casos selecionados foi realizada tomografia por emissão de pósitrons ou ressonância magnética. Os pacientes foram seguidos ambulatoriamente com consultas trimestrais. RESULTADOS: Comprometimento cardíaco foi comprovado em quatro (18,2% pacientes. Extrassístoles ventriculares com densidade > 100/24h foram documentadas no Holter de 24h em 12 (54,5 % pacientes. O estudo eletrofisiológico revelou aumento do intervalo HV em sete (31,8% e ponto de Wenckebach aumentado em quatro (18,2% pacientes. Houve indução de fibrilação atrial em sete (31,8% e de taquicardia ventricular sustentada em um (4,5%. Nos quatro pacientes com sarcoidose cardíaca confirmada, extrassístoles ventriculares, com densidade > 100/24h foram documentadas em todos, dois apresentavam intervalo HV prolongado e fibrilação atrial foi induzida em dois. Taquicardia ventricular sustentada não foi induzida em nenhum desses pacientes. Após período médio de acompanhamento de 20,9 ± 15,7 meses, um paciente com sarcoidose cardíaca apresentou morte súbita. CONCLUSÃO: Pacientes com sarcoidose e suspeita de envolvimento cardíaco apresentam alta prevalência de EVs e distúrbios do sistema de condução.

  14. Anestesia venosa total para timectomia em paciente com Miastenia Gravis: relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rezer Gabrielle

    2003-01-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Pacientes com doenças neuromusculares, como Miastenia Gravis, respondem de maneira anormal aos anestésicos, conforme a técnica e as drogas administradas. O objetivo deste relato é mostrar um caso de paciente portadora de Miastenia Gravis, submetida a timectomia sob anestesia venosa total com propofol e remifentanil. RELATO DO CASO: Paciente feminina, 52 anos, 72 kg, com história de Miastenia Gravis submetida a timectomia transesternal, sob anestesia venosa total, com o uso de propofol em infusão alvo controlada (3 g.ml-1 e remifentanil contínuo (0,3 µg.kg-1.min-1. Para a intubação traqueal foi utilizada succinilcolina (50 mg, sendo realizada sem dificuldade. Com a finalidade de realizar a analgesia pós-operatória, foram utilizados tramadol (50 mg, cetoprofeno (100 mg e dipirona (1 g, no per-operatório. Após a cirurgia, a infusão de propofol e remifentanil foi encerrada e, 15 minutos depois, a paciente foi extubada. A paciente apresentava-se eupnéica, acordada, sem dor, movimentando membros, com freqüência respiratória de 14 mpm e mantendo saturação de oxigênio de 97%. Permaneceu com cateter nasal de O2 a 2 L.min-1 na UTI intermediária, durante 36 horas, e recebeu alta hospitalar no 4º dia do pós-operatório. CONCLUSÕES: A anestesia venosa total, com agentes anestésicos de curta duração e sem metabólitos ativos, favoreceu a recuperação e a extubação precoce da paciente

  15. A fadiga influencia a resposta dos músculos eversores após a simulação de uma entorse do tornozelo?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karina Aparecida Rodrigues

    2015-02-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: a entorse em inversão do tornozelo, uma das lesões mais comuns do esporte, muitas vezes ocorre na fase final de um treino ou competição. Mesmo sabendo que a entorse é multifatorial, tal característica gera a hipótese que a fadiga muscular possa ser um fator predisponente para o desenvolvimento da lesão.OBJETIVO: a presente investigação propõe o estudo da resposta reflexa dos músculos fibular curto e longo em condições de fadiga.MÉTODOS: participaram do estudo 10 voluntárias do sexo feminino, sem histórico de entorse do tornozelo, fisicamente ativas. Utilizou-se uma plataforma simuladora da entorse em inversão do tornozelo, na qual ambos os pés das voluntárias foram fixados e somente abaixo do fixador do pé direito encontrava-se um transdutor de força. Para a indução da fadiga, inicialmente foi registrada a contração isométrica voluntária máxima (CIVM em eversão. Durante a indução, as voluntárias foram orientadas a manter 70% da CIVM. No momento em que a força aplicada era menor que 60% da CIVM o protocolo era interrompido e as voluntárias imediatamente posicionadas sobre a plataforma simuladora. Antes e após a fadiga foram realizadas 10 simulações da entorse em ambos os tornozelos, de forma aleatória, e simultaneamente, o sinal eletromiográfico foi registrado. A análise, no domínio do tempo, contemplou o estudo da latência e da amplitude do sinal.RESULTADOS: após a fadiga não houve alteração da latência, no entanto, ocorreu uma redução da amplitude do sinal. A queda da amplitude do sinal pode ser considerada uma resposta ao processo de fadiga. Esse decréscimo é um indicativo da diminuição da capacidade de recrutamento das unidades motoras decorrentes das alterações do input neural que chega ao músculo.CONCLUSÃO: a fadiga muscular diminui a amplitude da resposta dos músculos eversores após a entorse do tornozelo.

  16. Fatores preditivos de diagnósticos de enfermagem em pacientes submetidos ao transplante renal Factores predictores de diagnósticos de enfermería en pacientes sometidos al trasplante de riñón Predisposing factors of nursing diagnoses in patients submitted to kidney transplantation

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jaqueline Galdino Albuquerque

    2010-02-01

    Full Text Available O objetivo do estudo foi identificar fatores preditores para diagnósticos de enfermagem de pacientes transplantados renais. Estudo transversal realizado em um hospital universitário com 58 pacientes submetidos ao transplante renal. Os dados foram coletados com um roteiro de entrevista e exame físico. Para análise dos dados foi utilizada a técnica de regressão logística considerando um nível de significância de 5%. Os fatores preditores identificados foram: Estado de Doença para o diagnóstico Fadiga; Procedência e Estado civil para Nutrição desequilibrada: mais do que as necessidades corporais; Tempo de diálise e Mudança relatada ou medida na acuidade sensorial para Percepção sensorial perturbada: auditiva; e Idade e Estado de doença para Percepção sensorial perturbada: visual.El objetivo del estudio fue identificar factores predictores de diagnósticos de enfermería de pacientes trasplantados de riñón. Estudio transversal realizado en un hospital universitario con 58 pacientes sometidos al trasplante de riñón. Los datos fueron recogidos con un guia dee entrevista y examen físico. Para el análisis de los datos fue utilizada la técnica de regresión logística considerando un nivel de significancia del 5%. Los factores predictores identificados fueron: Estado de Enfermedad para el diagnóstico Fatiga; Naturalidad y Estado civil para Desequilibrio nutricional: por exceso; Tiempo de diálisis y Cambio relatado o medido en la acuidad sensorial para Trastorno de la percepción sensorial: auditiva; y Edad y Estado de enfermedad para Trastorno de la percepción sensorial: visual.The purpose of this study was to identify predisposing factors of nursing diagnoses in patients submitted to kidney transplantation. A cross-sectional carried out in an academic hospital with 58 patients submitted to kidney transplantation. The data was collected with an interview script and physical examination. For data analysis was used the

  17. Velocidade de Propagação de Trinca por Fadiga de Soldas Subaquáticas Molhadas: Avaliação Fora da Água

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ariel Rodríguez Arias

    2015-12-01

    Full Text Available Resumo As características de propagação de trinca por fadiga de soldas produzidas em condições convencionais (Soldas feitas fora da agua e de reparo subaquáticas (Solda subaquática molhada foram avaliadas fora da agua. As velocidades de crescimento da trinca por fadiga da/dN mostraram uma sensível dependência com a densidade e distribuição de poros, fatores que variam significativamente com o processo de soldagem e meio ambiente. Variações na velocidade de propagação da trinca por fadiga foram correlacionadas com a análise da superfície de fratura na zona de propagação estável da trinca. Os resultados deste estudo mostram que o procedimento de soldagem subaquática molhada produz metal de solda resistente à fadiga que é adequado para uso em baixas tensões aplicadas em estruturas offshore.

  18. Endarterectomia de carótida em paciente acordado Carotid endarterectomy in conscious patient

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo César Santos

    2006-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a morbidade e mortalidade da endarterectomia de carótida realizada sob bloqueio cervical regional, tendo como variáveis o tempo cirúrgico, uso de shunt, conversão para anestesia geral, complicações cirúrgicas, tempo de permanência dos pacientes na unidade de tratamento intensivo (UTI e no hospital, e evolução dos pacientes durante um ano. MÉTODO: Durante o período de junho de 1998 a janeiro de 2004, foram realizadas 67 operações em 61 pacientes, com 70% ou mais de estenose de carótida interna, diagnosticada por Doppler e confirmada por angiografia carotídea. A monitorização cerebral intra-operatória consistiu na análise do nível de consciência e da atividade motora dos pacientes. A média de idade dos pacientes foi 69,7 anos. Quanto às doenças concomitantes, 45 (47% eram hipertensos; 21 (22%, coronariopatas; 17 (18%, diabéticos; 12 (13%, pneumopatas. RESULTADOS: Houve três (4,48% casos de doença carotídea bilateral, sendo a operação realizada em dois tempos. O tempo médio de operação foi de 120 minutos. Foi necessário uso de shunt em seis (8,95% casos e conversão para anestesia geral em dois (2,98%. Dois (2,98% pacientes apresentaram confusão mental no pós-operatório e um (1,49% apresentou infecção da ferida operatória. Ocorreu reestenose de carótida em três (4,48% casos. Os tempos médios de permanência na UTI e no hospital foram, respectivamente, 1,34 e 4,20 dias. Não houve morte, acidente vascular cerebral ou infarto agudo do miocárdio. CONCLUSÃO: A endarterectomia de carótida com o paciente acordado é uma boa alternativa para pacientes selecionados de alto risco cirúrgico para anestesia geral.OBJECTIVE: To evaluate morbidity and mortality of carotid endarterectomy performed under regional cervical block, taking into account duration of surgery, use of shunt, conversion to general anesthesia, surgical complications, stay of patients inthe intensive care unit (ICU and in the

  19. Indicadores de estresse e sobrecarga em cuidadores formais e informais de pacientes oncológicos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Letícia Carrillo Maronesi

    2014-12-01

    Full Text Available Este estudo teve como objetivo identificar a presença de indicadores de estresse, os níveis de estresse e sobrecarga junto a cuidadores formais e informais de pacientes oncológicos. Participaram da pesquisa 33 cuidadores de pacientes com câncer no total, sendo 17 informais e 16 formais. Para a coleta de dados utilizou-se: 1 Roteiro para caracterização dos participantes; 2 O Inventário de Sintomas de Estresse de Lipp - ISSL e 3 Protocolo Zarit Burden Interview – ZBT. Os resultados revelaram que 43% dos cuidadores informais encontravam-se na fase de resistência, 29% na fase de exaustão, 14% na fase de quase exaustão e 14% na fase de alerta. Os cuidadores formais 25% encontram-se na fase de exaustão e 75% na fase de resistência.  A sobrecarga também apresentou-se em maior escala em cuidadores informais do que formais, sendo 47% para 18,7% repectivamente. Contudo, os resultados não revelaram diferença estatística significativa entre os grupos para incidência de estresse, mas indicou diferença em relação à sobrecarga apontando que em cuidadores profissionais a incidência é menor. Os resultados sugerem a necessidade de implantar programas de suporte para cuidadores informais e formais, desenvolver estratégias de enfrentamento, manejo com as situações de sobrecarga e estresse, objetivando melhor qualidade de vida para o cuidador e, consequentemente, para o paciente que está recebendo os cuidados.

  20. Felipressina aumenta pressão arterial durante procedimento odontológico em pacientes hipertensos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Lúcia Aparecida Bronzo

    2012-08-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A felipressina foi adicionada ao anestésico local para aumentar a duração do efeito anestésico e reduzir a toxicidade nos procedimentos dentários. No entanto, o efeito sobre a pressão arterial é incerta, e isso pode ser altamente relevante no tratamento dentário de pacientes hipertensos. OBJETIVO: Investigar o efeito da felipressina sobre a pressão arterial em pacientes hipertensos com pressão arterial controlada. MÉTODOS: Foram estudados 71 indivíduos com essas características e com necessidade de tratamento periodontal. Após 10 minutos de repouso, a anestesia local (prilocaína foi infiltrada com e sem adição de felipressina. Em seguida, uma raspagem subgengival profunda foi realizada. A pressão arterial foi medida por um equipamento oscilométrico automático (DIXTAL DX2010. Dez minutos após a administração do anestésico, o pico de ação anestésica foi gravado. O Inventário de Ansiedade Traço-Estado (IDATE foi utilizado para avaliar o traço de ansiedade nos pacientes. RESULTADOS: A pressão arterial sistólica aumentou após a anestesia, independentemente da associação com felipressina, durante todo o procedimento dentário (p < 0,05, e essa resposta pode ser explicada, pelo menos em parte, pelos níveis de traço de ansiedade dos indivíduos. No entanto, um aumento adicional na pressão arterial diastólica foi observado quando a prilocaína foi associada a felipressina (p < 0,05, mas essa resposta não se alterou com os níveis de traço de ansiedade. CONCLUSÃO: A felipressina aumentou a pressão arterial diastólica de pacientes hipertensos com pressão arterial controlada. Pacientes com traço de ansiedade elevado apresentaram aumento na pressão arterial sistólica em alguns procedimentos, sugerindo que um aumento da pressão arterial também pode estar relacionado ao medo ou à ansiedade.

  1. Estudo sobre as intervenções de enfermagem frente ao paciente em morte iminente

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria de Fátima Prado Fernandes

    1984-06-01

    Full Text Available Trata-se de um estudo onde se procurou identificar as intervenções de enfermagem frente ao paciente em morte iminente e verificar se elas guardam relação com os valores pessoais e profissionais do enfermeiro, no que se refere à morte. As formas de intervenção de enfermagem mais freqüentemente mencionadas foram: esclarecer sobre a doença e a morte como sua conseqüência (43,8% para os pacientes que desejam saber porque estão morrendo e, "apoio psicológico" (36,8% para aqueles que recusam a morte. Os resultados obtidos demonstram ainda que, embora o enfermeiro atribua a si próprio a responsabilidade em preparar o paciente psicossócio-espiritualmente para a morte, há evidências de conflitos entre seus valores pessoais e profissionais, no que se refere à morte e, conseqüentemente, nas suas formas de intervenção de enfermagem.

  2. Estresse em pacientes com glaucoma primário de ângulo aberto

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maira Santos Marinho Moura

    Full Text Available Glaucoma Primário de Ângulo Aberto (GPAA é uma importante causa de cegueira no mundo. O presente trabalho teve como objetivo investigar: (1 presença e tipo de estresse; (2 relação do número de colírios e estresse; (3 percepção do glaucoma e tratamento. Um estudo transversal e quantitativo foi realizado com 102 pacientes do Ambulatório de Oftalmologia do HC-FMUSP, com roteiro temático e Inventário de Sintomas de Estresse de Lipp. A maioria dos pacientes apresentou estresse (65,7% e não houve correlação entre estresse e número de colírios. "Tempo de tratamento", "dificuldades na vida diária" e "dificuldades em pingar o colírio" foram variáveis independentemente associadas ao estresse. Conclui-se que o estresse pode interferir negativamente no enfrentamento da doença em pacientes com GPAA.

  3. Consumo alimentar e estresse em pacientes com síndrome coronariana aguda

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Evelise Helena Fadini Reis Brunori

    2015-10-01

    Full Text Available RESUMOObjetivo:Avaliar se o consumo alimentar de pacientes com síndrome coronariana aguda (SCA segue as recomendações nacionais e internacionais e se existe relação com níveis de estresseMétodo:Estudo transversal com 150 pacientes com SCA que foram entrevistados utilizando-se os Questionários de Frequência Alimentar e Escala de Estresse Percebido-10.Resultados:Consumo diário acima das recomendações: colesterol (92%, fi bras (42,7% e proteínas (68%; consumo abaixo das recomendações: potássio (88% e carboidratos (68,7%; consumo conforme recomendações: sódio (53,3% e lípides (53,3%. A maioria (54% com consumo alimentar inadequado era estressada ou altamente estressada. Houve associação estatisticamente signifi cante entre menor nível de estresse e maior consumo de fibras.Conclusão:Em pacientes com SCA, o consumo alimentar esteve fora do recomendado pelas diretrizes e o menor consumo de fibras ocorre concomitantemente com maior estresse. Esforços educativos podem instrumentalizar os pacientes na adequação do consumo alimentar e no controle do estresse.

  4. Variáveis relacionadas com perda da produtividade no trabalho em pacientes com espondilite anquilosante

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Frauendorf

    2013-06-01

    Full Text Available A perda da produtividade no trabalho, como resultado da espondilite anquilosante, tem se tornado tema de interesse dado o seu impacto socioeconômico. Além das limitações físicas, outras variáveis parecem interferir na produtividade desses pacientes que muitas vezes são aposentados precocemente do mercado de trabalho. Assim, esse manuscrito de revisão buscou identificar artigos publicados na língua inglesa no período de janeiro de 2001 a dezembro de 2011 que discutissem essas variáveis por meio de estudos realizados com pacientes adultos com diagnóstico de espondilite anquilosante, de ambos os gêneros e que usaram instrumentos padronizados para a avaliação da atividade da doença e da capacidade produtiva no trabalho. Foram identificados 33 artigos atendendo aos critérios de inclusão e observou-se que a perda de produtividade no trabalho em pacientes com espondilite anquilosante é influenciada por variáveis demográficas, emocionais, socioculturais e ocupacionais e hábitos de vida. Compreender esses possíveis fatores de risco pode colaborar para a elaboração de estratégias preventivas para a manutenção de pacientes com espondilite anquilosante no mercado de trabalho.

  5. Embolização arterial superseletiva para tratamento de angiomiolipoma em paciente com rim único

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adenauer Marinho de Oliveira Góes Junior

    Full Text Available Resumo Os autores relatam o caso de uma paciente jovem previamente submetida a nefrectomia direita por apresentar angiomiolipomas renais (AMLRs e portadora de dois volumosos angiomiolipomas no rim esquerdo remanescente. A paciente foi encaminhada pelo urologista para tratamento endovascular. Realizou-se embolização superseletiva de um dos tumores, localizado no polo renal inferior e em situação subcapsular; apesar de várias tentativas, não foi obtido um cateterismo seletivo suficiente para embolizar o segundo angiomiolipoma (localizado no polo renal superior sem que um volume considerável de parênquima renal adjacente sofresse isquemia. O procedimento e a recuperação da paciente transcorreram sem complicações. A paciente recebeu alta no primeiro pós-operatório e vem sendo acompanhada ambulatorialmente há 9 meses sem intercorrências. É feita uma breve revisão sobre indicações, aspectos técnicos e complicações do tratamento endovascular dos AMLRs, além de serem discutidas vantagens dessa técnica quando comparada à ressecção cirúrgica dos tumores.

  6. Alterações dermatológicas nos pacientes em hemodiálise e em transplantados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Clarissa Morais Busatto Gerhardt

    2011-06-01

    Full Text Available Na atualidade, o mundo está enfrentando uma epidemia de doença renal crônica (DRC. Bases de dados contendo informações sobre os pacientes no estágio terminal da doença renal (DRCt, especialmente nos Estados Unidos, foram as fontes das primeiras informações a respeito deste assunto. O Brasil possui a terceira maior população em diálise no mundo, e atualmente existem cerca de 680 centros de diálise, distribuídos por todas as unidades da federação, atendendo uma população estimada em quase 90.000 pacientes. O envolvimento cutâneo na insuficiência renal crônica é caracterizado por uma diversidade de manifestações, as quais podem ser relacionadas a três processos: à doença renal primária; ao estado urêmico ou a medidas terapêuticas empregadas no seu manuseio. As alterações dermatológicas nessas duas classes de pacientes, dialisados e transplantados, já foram motivo de diversos estudos. Nos últimos anos, entretanto, grandes progressos foram alcançados nestas duas modalidades terapêuticas, os quais podem ter modificado tanto o tipo de alteração dermatológica associada a estas duas condições, quanto a sua intensidade ou frequência. Este artigo tem como objetivo oferecer uma atualização sobre o tema dermatoses em hemodialisados e transplantados.

  7. Prevalência de diabetes mellitus em pacientes renais crônicos sob hemodiálise em Porto Alegre, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jayme Eduardo Burmeister

    2012-06-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A causa mais frequente de insuficiência renal crônica (IRC nos pacientes iniciando tratamento dialítico nos países desenvolvidos é o diabetes mellitus (DM, com índices crescentes e que hoje se aproximam de 50%. No Brasil, os dados disponíveis indicam que essa prevalência é inferior, em torno de 27%, embora venha aumentando. OBJETIVOS: Estimar a prevalência de DM na população adulta de pacientes em tratamento hemodialítico por IRC em Porto Alegre, Brasil. MÉTODOS: Estudo transversal descritivo, quantitativo e analítico, com inquérito sobre a prevalência de DM entre os 1.288 pacientes em tratamento por hemodiálise (HD crônica nas 15 clínicas do município nos meses de junho e julho de 2009. Resultados: 488 pacientes diabéticos foram identificados, uma prevalência de 37,9%, variando de 21 - 75% nas diferentes clínicas da cidade. CONCLUSÕES: A prevalência de DM entre pacientes em HD crônica em Porto Alegre é muito superior ao que tem sido atribuído como causa de IRC no país, o que indica a possibilidade de que essa etiologia de IRC possa estar sendo subestimada.

  8. Manifestações retinianas em pacientes portadores de anemia de células falciformes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edmundo Frota de Almeida Sobrinho

    2011-10-01

    Full Text Available A Organização Mundial de Saúde estima que mais de 5% da população mundial seja portadora de algum tipo de hemoglobinopatia. Dentre essas encontramos a anemia de células falciformes, que tem seu principal efeito lesivo sobre a vasculatura periférica. Na retina, as lesões falciformes possuem fisiopatologia e classificação bem definidas. O objetivo é identificar as manifestações retinianas à anemia falciforme em pacientes encaminhados ao Hospital Bettina Ferro de Souza a partir do Hemocentro do Estado do Pará - HEMOPA. MÉTODOS: No Serviço de Oftalmologia do Hospital Universitário Bettina Ferro de Souza realizou-se em cinquenta pacientes portadores de anemia de células falciformes, sendo 37 genótipo SS e 13 genótipo SC, foram acompanhados pelo ambulatório de anemia falciforme do HEMOPA e selecionados aleatoriamente, sendo submetidos à entrevista para registro de sexo; idade; cor; genótipo; alterações oculares; medicamentos utilizados. exame oftalmológico, incluindo angiofluoresceínografia nos casos com alteração retiniana. RESULTADOS: Registro em protocolo de pesquisa e posteriormente submetidos à análise estatística utilizando o teste estatístico Qui-quadrado e p<0,05. Oitenta e oito por cento dos pacientes estudados não possuíam qualquer lesão retiniana falciforme, 3% apresentaram oclusão vascular periférica, em 2% evidenciou-se placa pigmentada, e 7% apresentaram lesões não compatíveis com a doença falciforme; quanto ao sexo houve proporcionalidade de 50% para ambos; faixa etária de maior predominância foi a de 11 e 15 anos com 38%, 74% enquandraram-se no genótipo SS e 26% no SC. Em relação ao uso de medicamentos, notou-se maior prevalência de alterações oculares nos pacientes que faziam uso do ácido fólico isolado com 5%, em contraste com aqueles em uso da associação hidróxiuréia e ácido fólico em que todos (27% possuíam exame fundoscópico normal. Todos os pacientes (29% com

  9. Disfunções orofaciais nos pacientes em tratamento ortodôntico Orofacial dysfunctions in pacient under orthodontic treatment

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristina Tostes Vieira Maciel

    2006-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar a necessidade de intervenção fonoaudiológica nos pacientes em tratamento na clínica ortodôntica da Universidade Federal de Juiz de Fora. MÉTODOS: foram feitos exames clínicos, aplicação de questionário e análise de prontuários clínicos de 42 pacientes em tratamento ortodôntico na Universidade Federal de Juiz de Fora. A primeira fase do presente estudo foi composta pela avaliação da posição habitual da língua, função da respiração, deglutição e fala. Em seguida, foram obtidos dados sobre aspectos morfológicos da oclusão dentária e informações sobre a presença de hábitos orais deletérios. RESULTADOS: notou-se que 92% dos examinados apresentavam alterações na mastigação e na deglutição e 52% tinham alguma disfunção na fala. A comparação gráfica das medidas de cada uma das variáveis sugere que há uma tendência maior a ter alteração na mastigação os indivíduos que se encontram em tratamento ordodôntico há um tempo superior ou igual a 19 meses. O mesmo já não é válido para os indivíduos que apresentaram alterações na fala e deglutição. CONCLUSÃO: Observou-se com o presente estudo a importância da intervenção fonoaudiológica, especialmente nas alterações da mastigação, na fase inicial do tratamento odontológico.PURPOSE: to evaluate the need for speech therapy intervention in patients treated in the orthodontic clinic of the Federal University of Juiz de Fora. METHODS: clinical examinations, application of questionnaire and clinical medical register analysis of 42 patients under orthodontic treatment in the Federal University of Juiz de Fora had been carried out. The first phase of this study was made up by the evaluation of the habitual tongue position, breathing function, deglutition and speech. Soon afterwards, data were obtained on morphologic aspects of the dental occlusion and information on the presence of deleterious oral habits. RESULTS: one noticed that

  10. Alterações retinianas apresentadas em pacientes portadores de hemoglobinopatia falciforme atendidos em um Serviço Universitário de Oftalmologia

    OpenAIRE

    Luiz Guilherme Azevedo de Freitas; David Leonardo Cruvinel Isaac; William Thomas Tannure; Elisa Vieira da Silva Lima; Murilo Batista Abud; Renato Sampaio Tavares; Clovis Arcoverde de Freitas; Marcos Pereira de Ávila

    2011-01-01

    OBJETIVOS: Identificar os principais achados fundoscópicos em pacientes portadores de anemia falciforme encaminhados a um Serviço Oftalmológico de Referência em Goiânia (GO). MÉTODOS: Foram realizados exames oftalmológicos em 50 pacientes (100 olhos) portadores de hemoglobinopatia falciforme para observar quais as alterações retinianas mais comuns nesse grupo. RESULTADOS: O tipo de hemoglobinopatia mais encontrado foi o SS, seguido pelas hemoglobinopatias SC, AS e Sthal. Dentro da amostra est...

  11. Escala da dor: implantacao para pacientes em pos-operatorio imediato de cirurgia cardiaca

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Clarissa Keller

    2013-06-01

    Full Text Available Estudo de intervenção em serviço desenvolvido em um hospital especializado em cardiologia de Porto Alegre, RS, com o objetivo de avaliar a implementação da escala de dor para pacientes de pós-operatório de cirurgia cardíaca. Foi desenvolvido em quatro etapas: pré-teste sobre dor, treinamento com aula expositiva para a equipe de enfermagem, reaplicação do pré-teste em 30 e 60 dias. O teste continha dez questões com peso um para cada questão. Escores ≥7 foram determinantes para considerar o conhecimento satisfatório para uso da escala de dor. A amostra foi constituída por 57 profissionais de enfermagem. Os escores variaram de 6,12 ± 1,65 no pré-teste para 7,73 ± 1,05 e 8,18 ± 0,99 após 30 e 60 dias, respectivamente (p<0,005. A intensidade da dor foi correlacionada à medicação padronizada pelo protocolo. O conhecimento da equipe melhorou após a capacitação, assim como o tipo de analgesia administrada em relação à intensidade da dor.

  12. Detecção de podocitúria em pacientes com nefrite lúpica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Amelia Rodrigues Pereira Sabino

    2013-12-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A podocitúria tem sido detectada em doenças glomerulares, tais como em nefrite lúpica (NL, em que a proteinúria é uma manifestação importante, e sua ocorrência parece limitar-se à fase ativa da doença. OBJETIVO: Avaliar a podocitúria por imunofluorescência em pacientes portadores de NL e verificar possível associação com atividade clínica da doença. MÉTODOS: Foram avaliados 56 pacientes com NL. Os pacientes foram divididos em três grupos de acordo com o grau de atividade clínica: Grupo B, sem atividade (n = 17; Grupo C, com atividade discreta (n = 29 e Grupo D, moderada a grave (n = 10. Como grupo controle, foram incluídos 29 indivíduos saudáveis (Grupo A. A podocitúria foi estudada por meio de imunofluorescência indireta, usando-se anticorpos primários antipodocina, nefrina e sinaptopodina, e anticorpo secundário conjugado à FITC. Também foram avaliados os níveis de creatinina sérica e da relação proteína/creatinina (P/C urinária, assim como a presença de hematúria e leucocitúria. RESULTADOS: A podocitúria com antipodocina e com antissinaptopodina correlacionou-se estatisticamente com a relação P/C (p = 0,001 e p = 0,013, respectivamente. Tanto a podocitúria com antipodocina, quanto a relação P/C, apresentaram correlação significante (p < 0,001 com a graduação de atividade da doença na NL, diferentemente do que se observou com os outros dois anticorpos, antinefrina e antissinaptopodina. CONCLUSÃO: Nossos achados sugerem que a pesquisa de podocitúria com anticorpos antipodocina poderia ser útil no acompanhamento de pacientes com NL, fornecendo dados relevantes quanto à atividade da doença.

  13. Incidência de disfunção sexual em pacientes com obesidade e sobrepeso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Benedito Martins e Silva

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar a prevalência de disfunção sexual em pacientes com obesidade e sobrepeso atendidos no Hospital Universitário Professor Alberto Antunes (HUPAA - UFAL. MÉTODOS: trata-se de um estudo descritivo transversal. A amostra foi constituída por pacientes do sexo feminino com sobrepeso ou obesidade. Foram coletados os dados antropométricos para avaliação do índice de massa corporal (IMC e da circunferência da cintura (CC. Em todos os indivíduos foi realizada a avaliação dos níveis séricos de glicose, colesterol total e triglicerídeos. Aplicou-se a versão validada em português do Índice de Função Sexual Feminina (IFSF, que analisa a resposta sexual quanto a desejo, excitação, lubrificação vaginal, orgasmo, satisfação sexual e dor. O escore total é a soma dos escores para cada domínio multiplicada pelo fator correspondente e pode variar de '2' a '36', considerando risco para disfunção sexual um escore total menor ou igual a '26'. RESULTADOS: foram avaliadas 23 mulheres com média de idade de 44 anos, onde 73,9% eram obesas e 82,6% apresentaram risco muito aumentado para complicações metabólicas (CC e"88cm. O risco aumentado para disfunção sexual esteve presente em 78,3% das entrevistadas, ocasionando prejuízos biopsicossociais. HAS, DM e dislipidemia estavam presentes em 33,3%, 22,2% e 61,1%, respectivamente, das pacientes sob risco para disfunção sexual. CONCLUSÃO: a análise dos resultados demonstra a necessidade de uma melhor investigação e atenção dos médicos para com pacientes com obesidade ou sobrepeso.

  14. Expressão de interleucina-17A em pacientes com polipose nasossinusal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Melissa Ameloti Gomes Avelino

    2013-10-01

    Full Text Available Polipose nasossinusal (PNS é uma afecção inflamatória crônica das cavidades nasais/paranasais que afeta 1%-4% da população. Pólipos parecem ser uma manifestação inflamatória crônica da mucosa do seio nasal/paranasal em indivíduos alérgicos e não alérgicos; porém, a patogênese da PNS permanece desconhecida. A interleucina-17A (IL-17A é uma citocina chave em muitas doenças inflamatórias. Pouca atenção tem sido dada ao papel da IL-17A em distúrbios inflamatórios crônicos. OBJETIVO: Investigar a expressão da IL-17A na PNS e verificar se ela é um marcador de bom ou mau prognóstico. MÉTODO: Estudo prospectivo de 25 pacientes com PNS foram submetidas à técnica de imuno-histoquímica. Após realizarem teste cutâneo, todos os pacientes foram divididos em grupos atópicos e não atópicos e classificados em asmáticos ou não asmáticos. RESULTADOS: A expressão de IL-17A foi observada nos pacientes atópicos e não atópicos; porém, o número de células positivas com IL-17A foi maior nos pólipos nasais de pacientes atópicos que nos não atópicos (p = 0,0128. CONCLUSÃO: Os resultados indicam que a IL-17A pode desempenhar papel importante na patologia da PNS. Considerando as propriedades inflamatórias da IL-17A, este estudo sugere que a IL-17A pode aumentar a susceptibilidade a atopia e asma.

  15. Histoplasmose do sistema nervoso central: estudo do líquido cefalorraqueano em 8 pacientes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    J.A. Livramento

    1993-03-01

    Full Text Available Foram estudadas 113 amostras de LCR de 8 pacientes no período compreendido entre setembro-1980 e agosto-1992. Todos os pacientes apresentavam quadro clínico e do LCR compatível a processo meningoencefalitico de evolução protraída. Nenhum deles apresentava a síndrome de imunodeficiência adquirida. Em todos foi feito o diagnóstico de histoplasmose do SNC; em todos foram detectados anticorpos a Histoplasma capsulatum no LCR; em um foi isolada a levedura por cultura em meio de Sabouraud. As principais características do LCR por ocasião do diagnóstico foram: pleocitose moderada com predomínio de células lin-fomononucleadas porém com presença de neutrófilos e por vezes eosinófilos; hiperproteinor-raquia moderada; hipoglicorraquia; aumento moderado do teor de globulinas gama. Os pacientes foram acompanhados durante períodos que variaram de 7 a 102 meses e submetidos a exames periódicos de LCR, em função da sintomatologia clínica. O número de células do LCR e a concentração de proteínas totais apresentaram evolução caracterizada pela ocorrência de episódios de exacerbação com perfil parcialmente dissociado, favorecendo as proteínas. As concentrações de glicose eram moderadamente baixas sendo os menores valores coincidentes aos períodos de exarcebação do número de células. Os teores de globulinas gama apresentaram também oscilações, porém menos evidentes. Submetidos os pacientes a tratamento eficaz, ocorreu no LCR: rápida diminuição do número de células; aumento da taxa de glicose; lento decréscimo dos aumentos de proteínas e de globulinas gama.

  16. Descalonamento, adequação antimicrobiana e positividade de culturas em pacientes sépticos: estudo observacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Barberena Moraes

    Full Text Available RESUMO Objetivo: Avaliar a prevalência de descalonamento antibiótico em pacientes com diagnóstico de sepse grave ou choque séptico em hospital acadêmico, público e terciário, além da adequação antibiótica e da positividade de culturas. Métodos: Foram analisadas prevalência de descalonamento, adequação antibiótica e positividade de culturas entre portadores de sepse grave e choque séptico, entre abril e dezembro de 2013, em uma unidade de terapia intensiva de um hospital universitário terciário. Resultados: Entre os 224 pacientes incluídos, o descalonamento era possível em 29,4% dos casos (66 pacientes, mas foi implementado em 19,6% deles (44 pacientes. Entre os pacientes que receberam descalonamento, metade foi por estreitamento de espectro antimicrobiano. A mortalidade foi de 56,3%, não havendo diferença entre pacientes com ou sem descalonamento (56,8% versus 56,1%; p = 0,999, assim como no tempo de internação. Terapia antimicrobiana empírica foi adequada em 89% dos casos. Houve isolamento de germe em 30% de todas as culturas e em 26,3% das hemoculturas. Conclusão: A taxa de adequação antibiótica empírica foi alta, refletindo ativa política institucional de monitorização do perfil epidemiológico e protocolos institucionais de uso de antimicrobianos. No entanto, o descalonamento antimicrobiano poderia ter sido maior do que o registrado. O descalonamento não impactou mortalidade.

  17. Estudo comparativo das características clínicas e abordagem de pacientes com fibromialgia atendidos em serviço público de reumatologia e em consultório particular Comparative study of the clinical features and approach of the patients with fibromyalgia assisted at the rheumatology outpatient clinic and at physician private practice

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Eduardo Martinez

    2006-02-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: a fibromialgia (FM é uma síndrome dolorosa crônica associada a pontos dolorosos à dígito-pressão muscular. São sintomas acompanhantes: fadiga, distúrbio do sono, cefaléia crônica, síndrome do intestino irritável, entre outras manifestações. Ocorre uma influência emocional importante relacionada à resposta anormal ao estresse. A escolaridade, nível socioeconômico relacionado à renda familiar e mesmo a forma de acesso ao serviço de saúde poderiam influenciar a apresentação clínica. OBJETIVO: determinar se há diferenças significantes na apresentação clínica, intensidade de sintomas e tipo de tratamento entre pacientes atendidos em serviço público e privado de saúde e determinar se há correlação entre a intensidade dos principais sintomas, a renda familiar e a escolaridade das pacientes estudadas. PACIENTES E MÉTODOS: Estudou-se 80 pacientes que preenchem os critérios de classificação para FM do American College of Rheumatology (ACR divididos em dois grupos, de acordo com o local de atendimento: 40 pacientes no ambulatório de reumatologia do Conjunto Hospitalar de Sorocaba e 40 pacientes no consultório privado de um dos autores. As variáveis clínicas foram medidas com escalas analógicas numéricas (0 - 10 para dor, fadiga, ansiedade, depressão e qualidade de vida. A renda familiar foi estabelecida pelo número de salários mínimos aferidos mensalmente e a escolaridade pelo número de anos de educação formal completados. A comparação entre os grupos foi analisada através dos testes do Qui-Quadrado, ANOVA e diferença de médias. RESULTADOS: os grupos estudados foram semelhantes em relação à intensidade da dor, fadiga, ansiedade, depressão, número de pontos dolorosos, prática de exercícios físicos regulares e duração da doença. Diferiram, porém, em relação à idade (mais jovens no serviço privado e quanto à renda familiar e escolaridade (maiores no serviço privado. A

  18. Manobra de recrutamento alveolar e suporte ventilatorio perioperatorio em pacientes obesos submetidos a cirurgia abdominal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Alberto Forgiarini Junior

    2013-12-01

    Full Text Available O desenvolvimento da cirurgia abdominal proporcionou uma alternativa terapêutica para obesos mórbidos; entretanto, os pacientes submetidos a esse procedimento frequentemente apresentam complicações pulmonares pós-operatórias. Uma possível alternativa para a redução dessas complicações é a utilização da manobra de recrutamento alveolar e/ou estratégias ventilatórias perioperatórias, com foco na redução das complicações pulmonares pós-operatórias. Nesta revisão, são descritos os benefícios de estratégias ventilatórias perioperatórias, assim como a realização de manobra de recrutamento alveolar em pacientes obesos submetidos a cirurgia abdominal.

  19. Abscesso cerebral por Nocardia sp em paciente imunossuprimido Brain abscess by Nocardia sp in immunocompromised patient

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristina Hueb Barata

    2000-12-01

    Full Text Available Paciente portadora de anemia hemolítica autoimune e púrpura trombocitopênica idiopática (Síndrome de Evans em uso de terapia imunossupressora (predinisona e azatioprina, desenvolveu quadro de abscesso cerebral não responsivo a 23 dias de terapia antimicrobiana. O diagnóstico de nocardiose foi possível após coleta de material de abscesso peribulbar e observação deste material por período superior há uma semana.Pacient with autoimmune haemolytic anaemia and thrombocytopenic purpura (Evans Syndrome, treated with immunosuppressive therapy (prednisone and azathioprine developed brain abscess unresponsive to antimicrobial therapy, in spite of its 23 days duration. Diagnosis could be possible after recover secretion of peribulbar abscess and maintenance of this material over seven days in incubation.

  20. Gliossarcoma de tronco cerebral em paciente pediátrico: relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Moreira Roger Klein

    2004-01-01

    Full Text Available Os autores relatam o caso de um paciente branco, de quatro anos de idade, com comprometimento neurológico progressivo. Tomografia computadorizada do crânio e ressonância magnética evidenciaram lesão expansiva no tronco cerebral. Subseqüentemente, foi feito diagnóstico histopatológico de gliossarcoma. Trata-se de um tumor raro do sistema nervoso central que, na grande maioria dos casos, acomete pacientes acima dos 40 anos de idade e tem localização supratentorial. Há poucos casos relatados de gliossarcomas em crianças, sobretudo na região infratentorial. Dados epidemiológicos, assim como achados mais freqüentes na tomografia computadorizada e ressonância magnética, são discutidos.

  1. Prevalência de sintomas depressivos e ansiosos em pacientes com dor crônica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Cardoso Pinheiro

    2014-09-01

    Full Text Available Objetivos O presente estudo objetivou avaliar a prevalência de sintomas ansiosos e depressivos e relacioná-los com os diferentes tipos e magnitudes de dor crônica; também objetivou caracterizar a população de casos novos agendados para atendimento no ambulatório de dor crônica, no serviço onde o estudo foi realizado. Métodos Estudo de corte transversal, realizado em um ambulatório docente-assistencial para tratamento de dor crônica, realizado entre maio de 2012 e abril de 2013, com 125 pacientes. Instrumentos utilizados Questionário sociodemográfico, Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão (HAD e Escala Visual Numérica (EVN para aferir a intensidade de dor. Resultados Dor intensa foi referida por 64% (n = 80 dos pacientes. Ansiedade atingiu 65% (N = 82 dos pacientes e a depressão, 48% (N = 60. Houve correlação significante entre os mais altos escores de ansiedade (p < 0,001 e depressão (p < 0,001 com a intensidade de dor. A correlação entre intensidade de dor e sintomas ansiosos e depressivos foi positiva para dor crônica neuropática e mista. Os fatores sociodemográficos associados à intensidade de dor crônica foram: renda e religião para depressão, e tempo de dor para ansiedade. Conclusão O estudo mostrou elevada prevalência de sintomas depressivos e ansiosos em pacientes com dor crônica, assim como relação significante desses sintomas psiquiátricos com alguns tipos e intensidade de dor.

  2. Infecções da corrente sangüínea em pacientes em uso de cateter venoso central em Unidades de Terapia Intensiva

    OpenAIRE

    2007-01-01

    Os cateteres venosos centrais (CVC), utilizados, principalmente em unidades de terapia intensiva-UTIs, são importantes fontes de infecção da corrente sangüínea (ICS). Este estudo epidemiológico analítico, tipo coorte prospectiva, enfoca a incidência de ICS, fatores de risco associados e ações assistenciais relacionadas ao uso desses cateteres em 7 UTIs no Distrito Federal. Dos 630 pacientes com CVC, 6,4% apresentaram ICS (1,5% relacionadas ao cateter e 4,9% ICS-Clínica). A permanência de inte...

  3. Reabilitacao cardiaca em pacientes submetidos a cirurgia de revascularizacao do miocardio

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Priscila Aikawa

    2014-01-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Os programas de reabilitação cardíaca (PRC vêm diminuindo a morbidade e a mortalidade em pacientes após cirurgias de revascularização do miocárdio (CRM. OBJETIVO: Observar a adesão de pacientes submetidos à CRM isoladamente na fase tardia a um PRC e analisar a qualidade de vida e capacidade funcional antes e após o treinamento físico de três meses de PRC. MÉTODOS: Foram contatados todos os pacientes submetidos à CRM isoladamente no período de um ano para participarem de um PRC com duração de três meses com três sessões semanais de uma hora de duração. Todos os pacientes realizaram exames bioquímicos de sangue, teste de força muscular de uma repetição máxima (1-RM para membros superiores e inferiores, teste de caminhada dos 6 minutos (TC6 e responderam o questionário de qualidade de vida SF-36 antes e após o treinamento. RESULTADOS: De todos os 86 pacientes contatados, apenas 13% (n = 11 concluíram o PRC. A média de idade foi 67 ± 9 anos. O sexo masculino foi predominante, 73% (oito homens. Não houve alterações significativas nos exames bioquímicos laboratoriais. No TC6 houve um aumento significativo na distância percorrida (p = 0,014; quanto à força muscular houve um aumento significativo na carga para o teste em membros superiores (p = 0,043; e no questionário SF-36 não observamos diferenças significativas nos escores antes e depois dos três meses de PRC. CONCLUSÃO: A adesão ao PRC foi baixa, logo é de suma importância a divulgação da participação de pacientes que realizaram CRM nesses programas para proporcionar maior capacidade funcional.

  4. Doses extracranianas em pacientes submetidos a radiocirurgia estereotáxica para tumores cerebrais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria da Salete Fonseca dos Santos Lundgren

    2012-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar a dose extracraniana nos olhos, tireoide, tórax e pelve em pacientes submetidos a radiocirurgia com acelerador linear de 6 MV. MATERIAIS E MÉTODOS: Foram avaliados 11 pacientes com tumores cerebrais primários (7 pacientes e secundários (4 pacientes, sendo que dois destes apresentavam duas lesões. Para a estimativa da dose extracraniana, foram utilizados dosímetros termoluminescentes. Foram utilizados cones de 1,50 a 3,75 cm e as doses de radiação variaram de 1300 a 2000 cGy. RESULTADOS: A idade média dos pacientes foi de 52 anos, sendo 63,6% do sexo feminino e 36,4% do sexo masculino. As localizações das lesões foram: nervo acústico direito (1, frontal (2, parietal (5, occipital direito (1, cerebelar (2 e parassagitais (2. Os valores médios das doses recebidas na região entre os olhos foram de 5,1 cGy; no olho direito, de 4,8 cGy; no olho esquerdo, de 6,5 cGy; na tireoide, de 4,2 cGy; no tórax, de 1,65 cGy; e na pelve, de 0,45 cGy. CONCLUSÃO: Estes resultados mostram que embora as doses não ultrapassem os limites de tolerância para ocorrência da opacidade do cristalino, é importante que os médicos radioterapeutas considerem os riscos de dose de radiação nessas regiões durante o planejamento de procedimentos de radiocirurgia craniana.

  5. Frequency of depression among patients with neurocysticercosis Depressão em pacientes portadores de neurocisticercose

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sergio Monteiro de Almeida

    2010-02-01

    Full Text Available Neurocysticercosis (NCC is a common central nervous system infection caused by Taenia solium metacestodes. OBJECTIVE: To investigate the occurrence of depression in patients with calcified NCC form. The study group consisted of 114 patients subdivided in four groups: NCC with epilepsy, NCC without epilepsy, epilepsy without NCC and chronic headache. METHOD: Depression was evaluated and quantified by the Hamilton Rating Scale for Depression (HRSD-21. RESULTS: Percentage of patients with depression was as follows: group 1 (83%; group 2 (88%; group 3 (92%; group 4 (100%. The majority of patients had moderate depression. CONCLUSION: Incidence of depression in all groups was higher than in the general population. It is possible that, in a general way, patients with chronic diseases would have depression with similar intensity. NCC is associated with the presence of depression.Neurocysticercose (NCC é uma infecção do sistema nervoso central comum causada por metacestodes da Taenia solium. OBJETIVO: investigar a ocorrência de depressão nos pacientes com NCC forma calcificada. O grupo de estudo é formado por 114 pacientes subdivididos em quatro grupos: NCC com epilepsia, NCC sem epilepsia, epilepsia sem NCC e cefaléia crônica. MÉTODO: A presença de depressão foi determinada e quantificada pela Escala de Depressão de Hamilton (HRSD-21. RESULTADOS: A porcentagem de pacientes com depressão foi: grupo 1 (83%; grupo 2 (88%; grupo 3 (92%; grupo 4 (100%. A maioria dos pacientes apresentou depressão moderada. CONCLUSÃO: A incidência da depressão em todos os grupos foi mais elevada do que na população geral, contudo não houve diferença entre os grupos estudados. É possível que, de uma maneira geral, os pacientes portadores de doença crônica apresentarem a depressão em intensidade similar. NCC está associada com a presença de depressão.

  6. Responsividade à tetrahidrobiopterina em pacientes com deficiência de fenilalanina hidroxilase

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Giugliani

    2011-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar indivíduos responsivos à tetrahibrobiopterina (BH4 em uma amostra de pacientes brasileiros com hiperfenilalaninemia por deficiência de fenilalanina-hidroxilase (HPA-PAH. MÉTODOS: Estudo intervencional, amostragem por conveniência. Para serem incluídos no estudo, os pacientes deveriam: possuir diagnóstico bioquímico de HPA-PAH; ter idade > 7 anos; estar em tratamento dietético; e apresentar níveis de fenilalanina (Phe > 6 mg/dL em todas as medidas realizadas no ano anterior à inclusão no estudo. Os níveis de Phe foram determinados por meio de espectrometria de massas in tandem no dia anterior (dia 1 e nos pontos de hora 0, 4 e 8 h (dia 2 e 24 h (dia 3 após ingestão de BH4. Os critérios utilizados para definir responsividade ao BH4 foram: critério 1-redução > 30% de Phe após 8 h da administração de BH4; e critério 2-redução > 30% de Phe após 24 h da administração. RESULTADOS: Dezoito pacientes foram incluídos no estudo (mediana de idade = 14 anos, sexo masculino = 12. Cinco pacientes foram responsivos ao BH4, sendo três (forma clássica: um; forma leve: dois de acordo com ambos os critérios, e dois (forma clássica: um; forma não definida: um de acordo com o critério 2. Os níveis de Phe plasmáticos do dia 1 não demonstraram variação nos pontos de hora (p = 0,523. Entretanto, quando comparamos os níveis de Phe nos pontos de hora dos dias 1 e 2, encontramos uma variação significativa (p = 0,006. A análise da associação genótipo-fenótipo confirmou o caráter multifatorial da responsividade ao BH4. CONCLUSÃO: Os nossos achados estão de acordo com a literatura e indicam que um número relevante de pacientes brasileiros com HPA-PAH é responsivo à BH4.

  7. Pneumomediastino em paciente asmático: um relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jose Inácio Pereira Rocha

    2016-10-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: O pneumomediastino espontâneo (síndrome de Hamman trata- se da presença de ar livre no mediastino, não sendo resultado de trauma, cirurgias ou outros procedimentos. Tal síndrome observa-se com baixa prevalência, que estima-se entre 0,001% e 0,01%. Entre os fatores desencadeantes da doença, destacam-se exercícios físicos, trabalho de parto, cetoacidose diabética podendo causar ruptura alveolar gerando uma alta pressão intra-alveolar, de uma baixa pressão perivascular, ou de ambas. Após o evento inicial, o ar penetra livremente no mediastino durante o ciclo respiratório, buscando equilibrar os gradientes pressóricos. Algumas patologias estão associadas a tal quadro, como doenças intersticiais pulmonares, enfisema pulmonar, asma, bronquiectasias, entre outras patologias pulmonares. A radiografia do tórax costuma ser o primeiro exame realizado na triagem de pacientes com suspeita de pneumomediastino. Segundo estudos, na maior parte dos casos o tratamento é conservador, limitando-se a repouso e analgesia se necessário. OBJETIVOS: Este trabalho visa relatar uma patologia rara em adultos, seu quadro clínico e manejos. RELATO DE CASO: Paciente AMC de 23 anos apresentou subitamente edema cervical e em face, dispneia em repouso e rouquidão após demasiado esforço físico. Ao exame físico apresentava crepitações à palpação do processo xifoide até seio maxilar, com maior intensidade na região cervical. Na radiografia apresentava sinais de enfisema. Paciente com agravante de asma. CONCLUSÃO: Caso interessante de curso autolimitado de baixa prevalência.

  8. Fisioterapia respiratoria na pressao intracraniana de pacientes graves internados em unidade de terapia intensiva: revisao sistematica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucas Lima Ferreira

    2013-12-01

    Full Text Available Objetivo: Analisar os desfechos aumento/diminuição da pressão intracraniana e/ou queda da pressão de perfusão cerebral, proporcionados pela fisioterapia respiratória em pacientes graves assistidos em unidade de terapia intensiva. Métodos: Por meio de uma revisão sistemática da literatura, foram selecionados ensaios clínicos publicados entre 2002 e 2012. A busca envolveu as bases de dados LILACS, SciELO, MedLine e PEDro, usando os descritores "physical therapy", "physiotherapy", "respiratory therapy" e "randomized controlled trials" em cruzamento com o descritor "intracranial pressure". Resultados: Foram incluídos 5 estudos, que somaram 164 pacientes, com média de idade entre 25 e 65 anos, e que indicaram que as manobras de fisioterapia respiratória aumentaram significativamente a pressão intracraniana, sem alterar a pressão de perfusão cerebral. Os artigos abordaram as técnicas de vibração, vibrocompressão, tapotagem, drenagem postural, além da manobra de aspiração intratraqueal. Todos os pacientes estavam sob ventilação mecânica invasiva. Conclusão: A fisioterapia respiratória promove aumento da pressão intracraniana. Os estudos sugerem que não há repercussões hemodinâmicas e respiratórias a curto prazo ou alteração da pressão de perfusão cerebral. Entretanto, não há estudos que avaliem desfechos clínicos e que assegurem a segurança das manobras.

  9. Avaliacao da espessura medio-intimal em pacientes com doenca renal cronica nao dialitica: estudo prospectivo de 24 meses

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andrea Gaspar Marcos

    2014-03-01

    Full Text Available Introdução: O aumento da espessura média-intimal (EMI avaliada por ultrassom é um preditor de risco cardiovascular na população geral. Porém, em pacientes com doença renal crônica nos estágios iniciais, essa associação ainda não está bem estabelecida. Objetivo: Avaliar a associação EMI com a ocorrência de eventos cardiovasculares e mortalidade em pacientes nos estágios iniciais da doença renal crônica. Métodos: A análise post hoc de uma coorte de pacientes nos estágios 2-4 da DRC. Foram avaliados dados laboratoriais, ultrassom da artéria carótida e tomografia coronariana no início do estudo e a ocorrência de óbito, em seguimento por 24 meses. Resultados: Um total de 117 pacientes (57 ± 11 anos, 61% sexo masculino foram avaliados. A taxa de filtração glomerular foi 36 ± 17 mL/min, 96% dos pacientes eram hipertensos, 23% diabéticos e 27% obesos. Calcificação arterial coronariana esteve presente em 48% dos pacientes, sendo mais prevalente em pacientes nos estágios mais avançados da DRC (p = 0,02. EMI foi 0,6 mm (0,4-0,7 mm. Comparado aos pacientes com EMI < 0,6mm, aqueles com EMI ≥ 0,6 mm eram mais velhos (p = 0,001, apresentavam maior prevalência do sexo masculino (p = 0,001, menor taxa de filtração glomerular (p = 0,01 e maior proporção de pacientes com calcificação (p = 0,001. Não foi observada relação entre a espessura média-intimal e a ocorrência de evento cardiovascular e óbito. Conclusão: A espessura médio-intimal em pacientes DRC se associou à calcificação coronariana, mas não à ocorrência de eventos cardiovasculares e óbito, em um seguimento de 24 meses.

  10. Testagem do 1 - beta - D - Ribofuranosil, 1.2.4 - triazole - 3 - carboxamide em pacientes com hepatite

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anastácio Ferreira Morgado

    1976-02-01

    Full Text Available Realizou-se estudo do tipo duplo anonimato em 18 pacientes com hepatite aguda benigna. O gruoo experimental foi testado com uma provável droga de ação antiviral: 1-BETA-D-RIBOFURANOSIL, 1,2,4-TRIAZOLE-3- CARBOXAMIDE. O grupo controle ingeriu um placebo de lactose. Teve-se especial cuidado na seleção de pacientes, incluindo apenas pacientes que preenchessem critérios bem estabelecidos. Os pacientes foram seguidos semanalmente, avaliando-os clínica e laboratorialmente. Os resultados não evidenciaram diferenças significativas entre os dois grupos, sugerindo-se estudos com casuística mais numerosa e em regime de internação hospitalar.

  11. Achados tomográficos em 1000 pacientes consecutivos com antecedentes de crises epilépticas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Trentin Ana Paula

    2002-01-01

    Full Text Available Analizamos retrospectivamente as tomografias computadorizadas (TC de crânio de 1000 pacientes consecutivos, com história clínica de crises epilépticas classificadas do ponto de vista clínico em generalizadas (CG e parciais (CP. Nossos resultados mostraram a presença de CG em 70,7% dos pacientes, sendo 57,1% do sexo masculino e 42,9% do sexo feminino e, CP em 29,3%, sendo 60,0% do sexo maculino e 40,0% do sexo femninino. As faixas etárias de maior incidência foram entre 0 a 10 (31,0% e 11 a 20 (21,8% anos nos pacientes com CG e 0 a 10 (24,5%, 21 a 30 (16,7% e 31 a 40 anos (18,4% nos pacientes com CP. Os resultados tomográficos no grupo com CG foram: normais (48,8% e alterados em 51,2%, sendo esses achados definidos como calcificações/cisticercose (14,0%, neurocisticercose/cistos (9,6% hidrocefalia (4,4%, infarto (4,2%, indefinido (4,0%, tumor (2,5% entre outros (12,5,%. Nos pacientes com CP os exames tomográficos foram normais em 37,4%, alterados em 62,7%, tendo os diagnósticos de neurocisticercose/cistos (12,2%, calcificações/cisticercose (11,2%, tumor (10,5%, indefinido (8,1%, infarto (5,4%, hidrocefalia (3,7% e outros (11,6%. Salientamos a importância da TC em pacientes com epilepsia, particularmente para o diagnóstico de neurocisticercose.

  12. Ansiedade e depressão em pacientes com asma: impacto no controle da asma

    OpenAIRE

    Vieira,Aline Arlindo; Santoro, Ilka Lopes; Dracoulakis,Samir; Caetano,Lilian Ballini; Fernandes, Ana Luisa Godoy

    2011-01-01

    OBJETIVO: Existem evidências da associação entre asma e sintomas psiquiátricos e transtornos mentais. Essa associação pode resultar em dificuldades de se atingir o controle da asma. O objetivo deste estudo foi avaliar a associação de ansiedade e depressão com o controle da asma. MÉTODOS: Estudo transversal com 78 pacientes asmáticos com diagnóstico confirmado de asma moderada a grave e regularmente tratados no Ambulatório de Asma do Hospital São Paulo da Universidade Federal de São Paulo, São...

  13. Reposição volêmica em pacientes politraumatizados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Delmo Sakabe

    2007-05-01

    Full Text Available O debate sobre a administração de colóides, cristalóides, soluções hipertônicas ou elementos sanguíneos em pacientes críticos estende-se desde o século 19. Algumas dessas soluções podem ser diferentemente distribuídas nos espaços intra e extravasculares, assim como nos espaços intra e extracelulares, causando diferentes efeitos fisiológicos. Diversos estudos foram realizados com o objetivo de comparar um fluido ao outro, mostrando a eficácia e as vantagens de cada um. Porém, não existe um trabalho que consiga provar uma diferença significativa em relação à morbi-mortalidade após a reposição volêmica com cada tipo de fluido. Esses estudo, por serem diferentes em relação aos protocolos de ressucitação, volumes e tipos de fluidos utilizados, dificultam a comparação dos resultados; no entanto, sabe-se que a reposição volêmica depende de cada situação clínica. A utilização da reposição volêmica pré-hospitalar é discutível, visto que pode aumentar o sangramento ou mesmo ser motivo de atraso na transferência do paciente ao hospital, ao mesmo tempo em que pode reduzir o risco de isquemia tecidual. Uma vez que a hemorragia tenha sido controlada, há um consenso para o fato de que o volume intravascular deve ser reposto da forma mais rápida e eficaz possível para minimizar a quantidade de células afetadas diretamente pela má perfusão tecidual. Os atuais trabalhos envolvidos nessa polêmica trazem resultados que sugerem a continuidade das investigações, visto que nenhum deles atingiu um ponto final comum. Desses estudos, um aspecto com o qual todos concordam e que se tornou claro é que não existe uma fórmula mágica única de administração intravenosa para os pacientes politraumatizados. Este trabalho visa, por meio de revisão bibliográfica, mostrar os tipos de fluidos a serem utilizados para reposição volêmica de pacientes politraumatizados, assim como os meios e a forma de utilização dos

  14. Manifestações retinianas em pacientes portadores de anemia de células falciformes

    OpenAIRE

    2011-01-01

    A Organização Mundial de Saúde estima que mais de 5% da população mundial seja portadora de algum tipo de hemoglobinopatia. Dentre essas encontramos a anemia de células falciformes, que tem seu principal efeito lesivo sobre a vasculatura periférica. Na retina, as lesões falciformes possuem fisiopatologia e classificação bem definidas. O objetivo é identificar as manifestações retinianas à anemia falciforme em pacientes encaminhados ao Hospital Bettina Ferro de Souza a partir do Hemocentro do ...

  15. A distensibilidade da aorta prediz o acidente vascular cerebral em pacientes hipertensos

    OpenAIRE

    Telmo Pereira; João Maldonado; Liliana Pereira; Jorge Conde

    2013-01-01

    FUNDAMENTO: A doença cardiovascular continua a ser principal causa de morte nos países desenvolvidos e não é inteiramente prevista por fatores de risco clássicos. O aumento da rigidez arterial constitui um importante determinante de morbidade e mortalidade cardiovascular. OBJETIVO: Avaliar se a velocidade da onda de pulso prediz a ocorrência de acidente vascular cerebral (AVC) em pacientes hipertensos. MÉTODOS: Estudo de coorte, observacional, prospetivo, multicêntrico, incluindo 1.133 pacien...

  16. Diagnóstico de microalbuminúria em pacientes com diabete melito

    OpenAIRE

    Juliane Incerti

    2003-01-01

    A microalbuminúria representa o primeiro estágio da nefropatia diabética (ND) e, além de prever a evolução para nefropatia clínica e insuficiência renal, é acompanhada de elevado risco de doença cardiovascular. Este trabalho discute o curso clínico, valores e procedimentos utilizados no diagnóstico da microalbuminúria em pacientes com diabete melito (DM). A progressão de microalbuminúria para nefropatia clínica é menor do que inicialmente suposto. O rastreamento da microalbuminúria deve ser r...

  17. Meningite e endocardite infecciosa causada por Rhodotorula mucilaginosa em paciente imunocompetente

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sergio Henrique Loss

    2011-12-01

    Full Text Available Os autores relatam o caso de um homem imunocompetente admitido com comprometimento agudo do sistema nervoso, crise hipertensiva e insuficiência renal, vindo a receber diagnóstico de meningite e endocardite infecciosa por Rhodotorula mucilaginosa. Até onde sabemos, esta é a primeira descrição de infecção simultânea das meninges e do endotélio causada por Rhodotorula em um paciente sem comprometimento imunológico.

  18. Pacientes com Necessidades Especiais de Atendimento em Medicina Dentária

    OpenAIRE

    Bárbara, Mariana Clara Fonseca da

    2012-01-01

    Trabalho final do 5º ano com vista à atribuição do grau de mestre no âmbito do ciclo de estudos de Mestrado Integrado em Medicina Dentária apresentado à Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra. Introdução: Os pacientes com necessidades especiais de atendimento são todos aqueles cujas condições médicas, físicas, de desenvolvimento, comportamentais, emocionais ou outras de alguma forma limitantes, impliquem uma abordagem clínica diferenciada. Estas condições, adquiridas ou de desen...

  19. Transplante renal em pacientes infectados pelo HIV Kidney transplantation in HIV infected patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carina Nilsen Moreno

    2011-02-01

    Full Text Available Este artigo de revisão tem como objetivo apresentar as principais considerações sobre o transplante renal em pacientes HIV positivos. Na última década, com o advento da terapia antirretroviral de alta atividade (Highly Active Antiretroviral Therapy - HAART, a evolução dos pacientes infectados pelo vírus da imunodeficiência humana (Human Immunodeficiency Virus - HIV mudou significativamente, com uma acentuada diminuição das taxas de morbimortalidade nesta população. Neste contexto, o número de pacientes HIV positivos com doença renal crônica com necessidade de terapia dialítica vem aumentando progressivamente. Diante desta nova realidade, o transplante renal, antes considerado uma contraindicação absoluta para tais pacientes, passou a ser considerado uma alternativa de terapia substitutiva da função renal. Questões sobre o uso de imunossupressores neste grupo de pacientes e sua possível ação aumentando a replicação do HIV, além do risco de infecções oportunistas e de desenvolvimento de neoplasias, são amplamente discutidas. Porém, a experiência clínica nessa área mostra que a utilização dessas drogas para pacientes soropositivos parece ser segura, inclusive com relatos de ação antirretroviral de algumas das drogas imunossupressoras. Apesar disso, ainda hoje existem poucos relatos de transplantes nesta população. Em resumo, os dados da literatura sugerem que o transplante renal, seguindo critérios de seleção dos pacientes, parece ser uma alternativa segura como terapia de substituição renal em pacientes HIV positivos.This review presents current considerations for renal transplantation in HIV patients. In the last decade, with the advent of highly active antiretroviral therapy (HAART, life expectancy of patients infected with human immunodeficiency virus (HIV has significantly improved, showing a marked decrease in the rates of morbidity and mortality in this population. In this setting, the number of

  20. Manifestações musculoesqueléticas nos pacientes em programa de hemodiálise

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alessandra de Sousa Braz

    2003-08-01

    Full Text Available Uma diversidade de alterações osteoarticulares tem sido descrita em pacientes em hemodiálise crônica. OBJETIVO: Verificar a proporção e o tipo de manifestação musculoesquelética (MME nos pacientes em programa de hemodiálise, em três centros da região metropolitana do Recife, e relacionálas com as variáveis sexo, etnia, idade atual do paciente e, ao iniciar a diálise, tempo de tratamento dialítico. MÉTODOS: Inicialmente, foram aplicados questionários em 197 pacientes distribuídos nos três centros no período de março de 2001 a janeiro de 2002. Após excluir 35 pacientes com diagnóstico prévio de doença reumatológica, investigou-se a presença de sinais e/ou sintomas de MME em 162 pacientes. A média de idade foi de 47,3 anos, a média da idade no início do tratamento foi de 43,8 anos, 94 pacientes (58% eram do sexo masculino e 120 (74,1%, não-caucasóides. O tempo médio do tratamento dialítico foi de 44,1 meses, sendo utilizada a membrana de polissulfona em todos. RESULTADOS: MME foram observadas em 55 (34% dos 162 pacientes do estudo. Destes, 38 apresentaram um único tipo de manifestação e 17 pacientes, mais de um tipo (16 apresentaram dois e um, três tipos, perfazendo um total de 73 manifestações distribuídas entre articulações (44, ossos (18, estruturas neuromusculares (seis e periarticulares (cinco. A artralgia foi responsável por 46,6% de todas as MME, e o joelho foi a articulação mais acometida (52,9% dos casos. A dor óssea foi a segunda queixa mais comum (21,9%, as alterações periarticulares corresponderam a 6,8% das MME; e síndrome do túnel do carpo, deformidades ósseas e tumorações articulares ocorreram em 4,1%, 2,7% e 2,7%, respectivamente, do total de MME. Entre os 55 pacientes, alterações articulares foram encontradas em 72,7% deles, ósseas em 32,7%, neuromusculares em 10,8% e periarticulares em 9,1% dos pacientes. Neste estudo, observou-se a relação entre o tempo médio de

  1. Espectro óculo-aurículo-vertebral em pacientes com defeitos cardíacos congênitos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Fabiano Machado Rosa

    2010-10-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Há poucos estudos avaliando a frequência do espectro óculo-aurículo-vertebral (EOAV nos pacientes com defeitos cardíacos congênitos (DCC. OBJETIVO: Verificar a frequência do EOAV em uma amostra de pacientes com malformações cardíacas graves. MÉTODOS: Avaliamos uma coorte prospectiva de pacientes com DCC, admitidos em uma unidade de terapia intensiva (UTI cardiopediátrica no Brasil. O diagnóstico de EOAV foi feito com base em dados clínicos, considerando critérios padrões. Os pacientes que preenchiam esses critérios foram submetidos ao cariótipo de alta resolução com bandamento GTG e hibridização fluorescente in situ para a microdeleção 22q11.2. O teste exato de Fisher (P < 0,05 foi usado para as análises estatísticas. RESULTADOS: Durante o período de avaliação, 330 pacientes foram hospitalizados pela primeira vez na UTI, mas trinta deles não participaram deste estudo. Dos 300 pacientes que constituíram a amostragem final, o EOAV foi verificado em três casos (1%. Todos apresentaram estudos citogenéticos normais. CONCLUSÃO: O EOAV parece ser uma condição frequente em pacientes com DCC. Contudo, não podemos excluir a possibilidade de que a frequência de EOAV encontrada em nosso estudo possa ter sido subestimada devido à baixa taxa de detecção pré-natal de DCC e ao acesso limitado dos pacientes ao tratamento médico apropriado em nosso meio. Estudos prospectivos futuros com critérios clínicos bem definidos e pacientes com defeitos leves e graves serão importantes para avaliar o papel do EOAV na população em geral de indivíduos com malformações cardíacas.

  2. Tracoma em pacientes com conjuntivite alérgica Trachoma in patients with allergic conjunctivitis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Haroldo de Lucena Bezerra

    2010-06-01

    Full Text Available Objetivos: Este trabalho teve o objetivo de identificar possível associação entre conjuntivite alérgica e infecção por Chlamydia trachomatis. Método: Realizamos um estudo prospectivo em 104 olhos de 52 pacientes com hipótese diagnóstica de conjuntivite alérgica primaveril e atópica. Os pacientes foram examinados no Núcleo Especializado em Oftalmologia de João Pessoa - NEO. Foi realizada em todos os 52 pacientes, a citologia conjuntival, uma vez que pode evidenciar a presença de eosinófilos e corpúsculos de inclusões no esfregaço do raspado conjuntival, como também a imunofluorescência direta por ser o exame de escolha para confirmação de infecção por Chlamydia trachomatis. Todos os procedimentos foram aprovados pelo Comitê de Ética em pesquisa. Resultados: Dos 52 pacientes, 41 (78,8% apresentou conjuntivite primaveril e 11 (21,2% conjuntivite atópica. Quarenta e um (78,8% eram do sexo masculino e 11 (21,2% do feminino. As idades variaram de 3 a 19 anos, com uma média de 9,8 anos. Quanto à distribuição racial, 16 (30,8% pacientes eram brancos, 14 (26,9% eram negros e 22 (42,3% eram pardos. Pacientes com doença alérgica sistêmica observou-se que 25 (48,1% pacientes apresentaram asma brônquica, 20 (38,5% rinite alérgica e 5 (9,6% dermatite atópica. Os principais sintomas relatados pelos pacientes foram coriza (59,6%, prurido ocular (98,1%, ardor ou queimação (61,5%, lacrimejamento (65,3% e fotofobia (61,5%. Os principais sinais clínicos foram: hiperemia ocular (100%, bilateralidade (100%, papilas no tarso (92,3% e secreção mucosa (82,7%. A citologia do raspado conjuntival encontrou o eosinófilo em 86,5% dos casos. Apenas 7 pacientes não apresentaram eosinófilos no raspado conjuntival. Observamos que 3 pacientes (5,8% apresentou imunofluorescência positiva para Chlamydia, evidenciando associação entre conjuntivite alérgica e tracoma. Conclusão: É importante determinar a existência simultânea de

  3. Epidemiologia e desfecho de pacientes cirúrgicos não cardíacos em unidades de terapia intensiva no Brasil

    OpenAIRE

    Lobo,Suzana Margareth; Rezende, Ederlon; Knibel, Marcos Freitas; Silva,Nilton Brandão da; Páramo, José Antonio Matos; Nácul, Flávio; Mendes,Ciro Leite; Assunção, Murilo [UNIFESP; Costa Filho, Rubens Carmo; Grion,Cíntia C.; Pinto, Sérgio Felix; Mello,Patricia M. Veiga de Carvalho; Maia, Marcelo de Oliveira; Duarte, Péricles Almeida Delfino; Gutierrez,Fernando

    2008-01-01

    OBJETIVO: Devido aos avanços da medicina e ao envelhecimento da população, a proporção de pacientes em risco de morte após cirurgias está aumentando. Nosso objetivo foi avaliar o desfecho e a epidemiologia de cirurgias não cardíacas em pacientes admitidos em unidade de terapia intensiva. MÉTODOS: Estudo prospectivo, observacional, de coorte, realizado em 21 unidades de terapia intensiva. Um total de 885 pacientes adultos, cirúrgicos, consecutivamente admitidos em unidades de terapia intensiva...

  4. Doença celíaca é super-representada em pacientes com constipação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rolf A. A. Pelleboer

    2012-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Tem sido sugerido que pacientes com constipação sejam triados para doença celíaca. Da mesma forma, recomenda-se a investigação desses pacientes para hipotiroidismo e hipercalcemia. Contudo, nenhuma evidência para essas recomendações está disponível até o momento. Assim, propusemos-nos determinar a prevalência de doença celíaca, hipotiroidismo e hipercalcemia em crianças com constipação. MÉTODOS: Estudo de coorte prospectivo com 370 pacientes consecutivos que preencheram os critérios de Roma III para constipação. Esses pacientes foram encaminhados por um clínico geral a um pediatra devido ao fracasso no tratamento com laxantes. RESULTADOS: A biópsia comprovou doença celíaca em sete desses pacientes. Isso é significativamente mais alto (p < 0,001 do que a prevalência de 1:198 de doença celíaca nos Países Baixos. Dois pacientes tinham tiroidite autoimune. Nenhum paciente tinha hipercalcemia. CONCLUSÕES: Conclui-se que a doença celíaca é significativamente super-representada em pacientes com constipação encaminhados por um clínico geral a um pediatra devido ao fracasso no tratamento com laxantes. Todos esses pacientes devem, portanto, ser triados para doença celíaca.

  5. Efeito da hidrocinesioterapia sobre qualidade de vida, capacidade funcional e qualidade do sono em pacientes com fibromialgia Effect of hydrotherapy on quality of life, functional capacity and sleep quality in patients with fibromyalgia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kyara Morgana Oliveira Moura Silva

    2012-12-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A síndrome da fibromialgia acomete 8% da população com mais de 40 anos de idade. Dos pacientes com fibromialgia, 75% queixam-se de má qualidade do sono. OBJETIVO: Avaliar os efeitos da hidrocinesioterapia sobre a capacidade funcional e a qualidade de sono em pacientes com fibromialgia. MÉTODOS: As pacientes foram atendidas na policlínica da UNASP. Foram avaliadas 60 pacientes portadoras de fibromialgia na faixa etária entre 30 e 65 anos. Das pacientes avaliadas, 20 foram excluídas e 10 desistiram devido à impossibilidade de apresentar-se no horário do programa de exercícios. Todas as pacientes responderam aos seguintes questionários: Questionário sobre o Impacto daFibromialgia (QIF, Índice da Qualidade do Sono de Pittsburgh e Escala de Sonolência de Epworth. As sessões foram realizadas duas vezes por semana, com duração de 60 minutos cada, por um período de dois meses. RESULTADOS: A média da idade das pacientes foi de 45 anos; 66% eram trabalhadoras ativas e 34% estavam afastadas do trabalho. Verificouse que imediatamente após participarem do programa da hidrocinesioterapia, as pacientes apresentaram melhora nos seguintes aspectos avaliados por meio do QIF: capacidade funcional, absenteísmo ao trabalho, capacidade de serviço, intensidade da dor, fadiga, cansaço matinal, rigidez (P INTRODUCTION: Fibromyalgia affects 8% of the population over the age of 40 years, and 75% of the patients with fibromyalgia have poor sleep quality. OBJECTIVE: To assess the effects of hydrotherapy on the physical function and sleep quality of patients with fibromyalgia. METHODS: Patients were under clinical care at the UNASP Outpatient Clinic. This study assessed 60 female patients with fibromyalgia aged between 30 and 65 years. Out of the 60 patients assessed, 20 were excluded and 10 left the study because they could not comply with the time schedule. All patients completed the following questionnaires: Fibromyalgia Impact

  6. Prevalência de diabetes mellitus tipo 2 e outros fatores de risco associados em pacientes com glaucoma

    OpenAIRE

    Coblentz,Jacqueline; Pires,Maria Lucia Elias; Oliveira, Diogo; Lebeis,Karina; Terrezo,Larissa

    2010-01-01

    OBJETIVO: Avaliar a prevalência de diabéticos em uma amostra de pacientes com glaucoma; verificar se existe associação entre diabetes mellitus e glaucoma na amostra estudada; verificar outros fatores de risco associados. MÉTODOS: Foram analisados de forma retrospectiva os prontuários de 50 pacientes com diagnóstico de glaucoma. Os dados registrados foram sexo, idade, raça, história familiar de glaucoma e história pessoal de diabetes mellitus tipo 2. RESULTADOS: Do total de pacientes avaliados...

  7. Influência do genótipo da hemoglobinopatia falciforme nas manifestações retinianas em pacientes de um hospital universitário

    OpenAIRE

    Bisol,Tiago; Fior, Odinei; Esteves, Jorge Freitas; Friderich,João Ricardo

    2000-01-01

    Objetivo: Identificar as alterações retinianas em pacientes com hemoglobinopatia falciforme e comparar sua prevalência nos diferentes genótipos da doença em uma população de pacientes de hospital universitário de Porto Alegre - Brasil. Métodos: Realizou-se exame oftalmológico com avaliação fundoscópica e estudo do genótipo de pacientes portadores de hemoglobinopatia falciforme. Resultados: Foram examinados 94 olhos de 47 pacientes com doença falciforme: 17 pacientes do sexo masculino e 30 fem...

  8. Estresse e habilidades sociais em pacientes com síndrome metabólica

    OpenAIRE

    Silva,Jaqueline Garcia da

    2011-01-01

    A síndrome metabólica (SM) é a combinação de obesidade, dislipidemia, resistência à insulina e hipertensão, sendo estes fatores relacionados ao risco da doença cardiovascular. A dissertação foi dividida em duas seções, a seção 1 foi composta pelo estudo teórico e a seção 2 pelo empírico. O objetivo do estudo teórico foi realizar uma revisão sistemática a fim de verificar a ocorrência de estresse, tanto psicológico quanto fisiológico, em estudos empíricos que avaliaram pacientes com SM. Foram ...

  9. Vasculite mesentérica em paciente com lúpus eritematoso sistêmico juvenil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adão F. Albuquerque-Netto

    2013-04-01

    Full Text Available A vasculite mesentérica lúpica (VML é uma rara causa de dor abdominal aguda. Há poucos relatos de caso demonstrando VML em adultos e, particularmente, em crianças e adolescentes. No entanto, para o nosso conhecimento, a prevalência dessa grave vasculite em uma população pediátrica com lúpus ainda não foi estudada. Portanto, dados de 28 anos consecutivos foram revisados e incluídos 5.508 pacientes em seguimento no Hospital da Faculdade de Medicina da Univesidade de São Paulo (FMUSP. Identificamos 279 (5,1% casos que preencheram critérios de classificação diagnóstica do American College of Rheumatology para lúpus eritematoso sistêmico (LES e um (0,4% desses apresentou VML. Este paciente recebeu diagnóstico de LES aos 11 anos de idade. Aos 13 anos foi hospitalizado com dor abdominal difusa e aguda, náuseas, vômitos biliosos, distensão e rigidez abdominal, com descompressão brusca positiva. O paciente foi prontamente submetido à laparotomia exploradora, identificando isquemia intestinal segmentar, com edema de parede intestinal e aderências. Foi realizada ressecção parcial de intestino delgado, com lise das aderências e pulsoterapia com metilprednisolona. A análise histopatológica identificou arterite de vasos mesentéricos. Após 13 dias, apresentou recorrência de dor abdominal difusa intensa, sendo novamente submetido à laparotomia exploradora, identificando obstrução em intestino delgado por aderências, com gangrena intestinal. Nova ressecção intestinal foi realizada, além de pulsoterapia com metilprednisolona e infusão de imunoglobulina. Portanto, VML é uma rara e grave manifestação abdominal na população com lúpus pediátrico, e pode ser a única manifestação de atividade da doença. Além disso, este estudo reforça a importância do diagnóstico precoce e do tratamento imediato.

  10. Diagnosticos de enfermagem em pacientes classificados nos niveis I e II de prioridade do Protocolo Manchester

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiane Chaves de Souza

    2013-12-01

    Full Text Available O estudo objetivou identificar possíveis diagnósticos de enfermagem em pacientes classificados nos níveis I e II de prioridade do protocolo Manchester. Trata-se de estudo descritivo retrospectivo, cuja amostra foi de 40 prontuários de pacientes classificados nos níveis I e II de prioridade. Para identificação dos diagnósticos de enfermagem dois especialistas analisaram sinais e sintomas registrados nos prontuários dos pacientes no momento da classificação de risco. No nível I de prioridade, os diagnósticos de enfermagem mais frequentes foram: dor aguda (65,0%, padrão respiratório ineficaz (45,0% e troca de gases prejudicada (40,0%. No nível II de prioridade foram: dor aguda (80,0%, náusea (10,0% e risco de desequilíbrio eletrolítico (10,0%. Percebeu-se que a utilização do protocolo de Manchester favorece a identificação de características definidoras e fatores relacionados/fatores de risco que subsidiam a elaboração de diagnósticos de enfermagem na classificação de risco.

  11. Efeito do treinamento resistido em paciente com fibromialgia: estudo de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa Zadorosnei Rebutini

    2013-06-01

    Full Text Available A fibromialgia (FM é uma doença idiopática de ordem reumatológica e incurável que causa dores crônicas e possui tratamento complexo e multifatorial. O exercício físico pode fazer parte do tratamento por atenuar parte dos sintomas da FM, porém a literatura ainda carece de informações sobre tipo, intensidade, duração e frequência ótimos contra os sintomas da FM. O objetivo do presente estudo foi verificar o efeito de 12 semanas de treinamento resistido em uma paciente com FM que não fazia tratamento farmacológico. Os resultados indicaram que 12 semanas de treinamento resistido foi capaz de reduzir as dores, melhorar a capacidade funcional, o bem-estar geral e a qualidade de vida da paciente. O treinamento resistido pareceu atenuar os efeitos negativos da FM e parece ser uma ferramenta promissora para pacientes com FM que gostem desse tipo de atividade.

  12. Musical identity of patients with multiple sclerosis Identidade musical em pacientes com esclerose múltipla

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Shirlene Vianna Moreira

    2009-03-01

    Full Text Available Musical autobiographies consist of a powerful therapeutic tool by which individuals define themselves. The use of this technique may help (reconstruction personal identities and improve quality of life of patients with multiple sclerosis (MS. Eight adult patients on treatment at CIEM Multiple Sclerosis Investigation Center after selecting 10 to 15 pieces of music most significant in their lives were interviewed. The data collected were classified according to Even Rudd categories, which reveal how a person expresses his personal, social, temporal and transpersonal identities. We observed that recall of musical history makes MS patients get better perception both of their feelings and body awareness, as well as provide them with an alternative way to express themselves, activate and contextualize affective memories, and achieving a sense of life continuity in spite of the disease.Autobiografias musicais constituem um recurso terapêutico pelo qual indivíduos definem a si mesmos, auxiliando a (reconstrução da identidade e contribuindo para a melhora da qualidade de vida de portadores de esclerose múltipla (EM. Oito pacientes adultos sob acompanhamento no Centro de Investigação em esclerose múltipla (CIEM da UFMG, selecionaram entre 10 e 15 músicas significativas em sua vida, a respeito das quais discorreram em entrevista aberta. Os dados foram analisados qualitativamente segundo categorias criadas por Even Rudd, que visam revelar como o indivíduo expressa suas identidades pessoal, social, temporal e transpessoal. Submetidos a tratamento quantitativo, os dados demonstraram que, através da sua história musical, os pacientes aumentaram a percepção dos sentimentos e sensações corporais, expressaram-se de maneiras alternativas e ativaram memórias afetivas, contextualizando-as e adquirindo um senso de continuidade da vida.

  13. Sedação controlada pelo paciente em cirurgia ortopédica sob anestesia regional: uma nova abordagem em sedação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Abdulselam Ekin

    2013-10-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Anestesia regional é uma técnica de uso comum em procedimentos ortopédicos. A sedação deve reduzir a ansiedade e o medo do paciente e aumentar a qualidade da anestesia regional. Este estudo avaliou as alterações hemodinâmicas, o nível de sedação e de satisfação tanto dos pacientes quanto dos cirurgiões e os potencias efeitos colaterais da sedação controlada pelo paciente com o uso de propofol. MÉTODOS: Selecionamos 60 pacientes, estado físico Asa I-III e agendados para artroplastia total do joelho sob anestesia combinada raqui-peridural. Os pacientes do Grupo P (n = 30 receberam propofol por meio de um dispositivo de analgesia controlada pelo paciente com as seguintes configurações: dose de propofol em bolus de 400 µg.kg-1 por via intravenosa (IV, com intervalo de bloqueio de cinco minutos e sem infusão basal. Os pacientes do Grupo S receberam infusão de solução salina (150 mL, com as mesmas configurações. Para determinar o nível de sedação, o índice bispectral (BIS e a Escala de Avaliação de Alerta e Sedação dos Observadores (OAA/S foram usados. O número de solicitações foi registrado para todos os pacientes. Como avaliação final, a satisfação dos cirurgiões e dos pacientes foi registrada em escala de 4 pontos. RESULTADOS: Os valores de BIS e da OAA/S foram menores no Grupo P que no Grupo S. A satisfação dos pacientes foi maior no Grupo P, embora não tenha havido diferença significativa em relação à satisfação dos cirurgiões entre os grupos. O número de solitações de sedação foi significativamente maior no Grupo S. Contudo, a maioria das solicitações não foi considerada bem-sucedida. CONCLUSÃO: Este estudo sugere que a analgesia controlada pelo paciente com o uso de propofol pode ser usada com resultados eficazes em procedimentos ortopédicos.

  14. Epidemiologia da hipertensão arterial e diabetes mellitus em pacientes idosos de uma unidade de referência em Fortaleza-CE

    OpenAIRE

    Mesquita, Ana Karine Lima Moreira

    2008-01-01

    Foi objetivo deste estudo, avaliar os prontuários dos pacientes atendidos no Centro Integrado de Diabetes e Hipertensão - CIDH com a finalidade de identificar a frequência de Hipertensão (HA) e Diabetes Mellitus (DM), relacionando co-morbidades associadas, controle da pressão arterial e níveis de glicêmicos desses pacientes, assim como traçar o perfil sócio-demográfico deles. Tratou-se de estudo descritivo e observacional, em que se coletaram dados de 400 pacientes com HA, DM e HA/DM, atendid...

  15. Há associação entre acyl-grelina e inflamação em pacientes em hemodiálise?

    OpenAIRE

    Amanda Faria Barros; Cristiane Moraes; Milena Barcza Stockler Pinto; Julie Calixto Lobo; Denise Mafra

    2013-01-01

    INTRODUÇÃO E OBJETIVOS: Pacientes com doença renal crônica (DRC) apresentam um quadro de anorexia que pode estar relacionado com o processo inflamatório crônico, característico desta população. Assim, o presente estudo teve como objetivo avaliar se há associação entre inflamação e o hormônio orexígeno, acyl-grelina, em pacientes com DRC em hemodiálise (HD). MÉTODOS: Foram estudados 36 pacientes (61,1% homens; 46,7 ± 14,9 anos; IMC 22,9 ± 3,9 kg/m²) em programa regular de HD (65,0 ± 46,8 meses...

  16. "Prevalência de hipertensão arterial sistêmica em pacientes submetidos a tratamento odontológico na FOUSP"

    OpenAIRE

    Priscila Mara Olivieri Ximenes

    2005-01-01

    O cirurgião dentista comumente em sua prática clínica se vê diante de pacientes sistemicamente comprometidos. Entre esses pacientes encontramos o grupo dos hipertensos que merecem especial atenção pelo profissional, devido às possíveis alterações psicossomáticas que podem vir a acontecer durante um atendimento odontológico. O presente estudo teve como objetivo estabelecer a prevalência e suas implicações em pacientes hipertensos em uma amostra de 424 pacientes sob tratamento na FO-USP. Com os...

  17. Hipometabolismo cerebral em pacientes com esclerose mesial temporal demonstrado pelo FDG-PET

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    DUARTE PAULO S.

    2000-01-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi avaliar a extensão do hipometabolismo cerebral em pacientes com esclerose mesial temporal (EMT. MÉTODO: Este estudo retrospectivo incluiu 21 pacientes que apresentavam epilepsia parcial complexa refrataria à terapia e que foram selecionados para cirurgia após análise extensa que incluía: EEG de superfície e estudos de neuroimagem (PET, SPECT e ressonância magnética. Todos os pacientes foram submetidos a intervenção cirúrgica e tiveram confirmação histológica de EMT. Uma análise semi-quantitativa foi realizada, utilizando regiões de interesse (ROIs nas seguintes estruturas: lobos frontais, parietais e occipitais, gânglios da base, tálamos, cerebelo e três diferentes regiões nos lobos temporais, que compreendiam o córtex medial, inferior e lateral. Um índice de assimetria (IA foi calculado, comparando as contagens por pixel nas estruturas homólogas em ambos os hemisférios cerebrais. Os IAs das diferentes estruturas foram então correlacionados. RESULTADOS: Uma correlação significativa foi demonstrada entre os IAs do córtex medial dos lobos temporais e aqueles dos lobos frontais, dos lobos parietais, dos gânglios da base e dos tálamos (r = 0,72, 0,62, 0,47 e 0,47 respectivamente com p < 0,05 . Foi demonstrada correlação altamente significativa dos IAs das 3 regiões do lobo temporal entre si (chegando a 0,86 entre os IAs das regiões mediais do lobo temporal e os IAs das regiões inferiores. CONCLUSÃO: Esses dados indicam que o hipometabolismo se estende além do foco epiléptico no lobo temporal em pacientes com epilepsia parcial complexa relacionada a EMT. O metabolismo na porção medial do lobo temporal é mais correlacionado com o metabolismo no lobo frontal do que com aquele de outras estruturas cerebrais externas aos lobos temporais. Os mecanismos fisiopatológicos envolvidos no hipometabolismo continuam controversos.

  18. Perfil Sistêmico e Manifestações Bucais em Pacientes com Hipotireoidismo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Graziele Beanes da Silva Santos

    2012-06-01

    Full Text Available O hipotireoidismo é uma desordem endócrina, de natureza sistêmica caracterizada pela disfunção na glândula tireóide. Os hormônios tireoidianos T3 e T4 são necessários para suprir funções orgânicas normais do organismo. Desta forma, distúrbios na secreção de T3 e T4 podem estar associados a alterações no sistema estomatognático. Dentre essas alterações encontram-se hipoplasia condilar, atresia maxilar ou mandibular, hipodesenvolvimento da mandíbula, prognatismo maxilar, hipoplasia de esmalte e dentina, taurodontia e retardo na erupção dentária e no desenvolvimento radicular. Desta forma é imprescindível que o cirurgião dentista tenha conhecimento sobre as manifestações locais ou sistêmicas associadas a esta desordem endócrina. O objetivo deste artigo é abordar as alterações sistêmicas e bucais em pacientes acometidos pelo hipotireoidismo, bem como os cuidados e condutas terapêutica que podem ser adotados durante o tratamento odontológico. A coleta de dados foi realizada através da seleção de artigos publicados a cerca das manifestações bucais em pacientes acometidos por hipotireoidismo nos principais bancos de dados, Bireme, Medline e Scielo. O hipotireoidismo é uma patologia sistêmica comum, que ocasionalmente apresenta manifestações bucais e necessitam de cuidados especiais durante tratamentos odontológicos. A interação medicamentosa frente à pacientes em tratamento do hipotireoidismo também deve ser considerada, uma vez que medicações comumente prescritas na odontologia podem promover reações adversas. Desta forma, é imprescindível que o cirurgião-dentista tenha conhecimento sobre os procedimentos adequados na terapêutica de pacientes com essa síndrome.

  19. Prevalência de talassemias e hemoglobinas variantes em pacientes com anemia não ferropênica

    OpenAIRE

    Sandrine C. Wagner; Silvestri, Matheus C.; Christina M. Bittar; Friedrisch,João R.; Silla,Lúcia M. R.

    2005-01-01

    Para estabelecer a freqüência de hemoglobinopatias e talassemias em pacientes com anemia não ferropênica foram estudados 58 casos de pacientes comprovadamente com anemia não ferropênica e 235 controles obtidos de pessoas sem anemia. Todas as amostras foram obtidas do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA), RS, Brasil. As técnicas realizadas foram eletroforese em acetato de celulose, pH alcalino, pesquisa citológica de Hb H, HPLC, hemograma e ferritina. A análise dos dados realizada no gr...

  20. Hipertrofia ventricular e mortalidade cardiovascular em pacientes de hemodiálise de baixo nível educacional

    OpenAIRE

    Rosana dos Santos e Silva Martin; Luis Cuadrado Martin; Roberto Jorge da Silva Franco; Pasqual Barretti; Jacqueline Costa Teixeira Caramori; João Henrique Castro; Aline Araújo Antunes; Silméia Garcia Zanati-Basan; Beatriz Bojikian Matsubara; Antônio Sérgio Martins

    2012-01-01

    FUNDAMENTO: A hipertrofia ventricular esquerda é potente preditor de mortalidade em renais crônicos. Estudo prévio de nosso grupo mostrou que renais crônicos com menor escolaridade têm hipertrofia ventricular mais intensa. OBJETIVO: Ampliar estudo prévio e verificar se a hipertrofia ventricular esquerda pode justificar a associação entre escolaridade e mortalidade cardiovascular de pacientes em hemodiálise. MÉTODOS: Foram avaliados 113 pacientes entre janeiro de 2005 e março de 2008 e seguido...

  1. Efeitos da sondagem nasogástrica em pacientes com acidente cerebrovascular e disfagia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tahissa Frota Cavalcante

    2014-10-01

    Full Text Available O estudo teve por objetivo analisar os efeitos da sondagem gástrica em pacientes com acidente vascular cerebral e disfagia. Revisão sistemática da literatura, realizada em seis bases de dados, com os descritores stroke e intubation, gastrointestinal. Foram encontrados 120 estudos e selecionados três ensaios clínicos. Os resultados apontaram diferentes desfechos, entre os quais: aumento do nível sérico de albumina (gastrostomia, prognóstico ruim e risco de morte (gastrostomia, aumento das falhas no tratamento devido a bloqueio, deslocamento e reinserção da sonda nasogástrica, e aumento da incidência de hemorragia gastrointestinal (sonda nasogástrica. A partir dos resultados obtidos nesta revisão sistemática, ressaltam-se as seguintes evidências: a sondagem nasogástrica deve ser adotada precocemente como um método de alimentação enteral; as falhas do tratamento são mais comuns naqueles que utilizam a sonda nasogástrica como método de alimentação; os resultados relacionados à melhora do estado funcional dos pacientes foram semelhantes, independente do método de terapia nutricional empregado.

  2. Análise da ceratometria corneana em pacientes portadores de espasmo hemifacial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ivana Cardoso Pereira

    2011-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Determinar a variação da ceratometria em olhos de pacientes portadores de espasmo hemifacial submetidos a tratamento com toxina botulínica. MÉTODOS: Foram incluídos 18 pacientes portadores de espasmo hemifacial que foram submetidos ao exame oftalmológico completo, além da topografia corneana e Orbscan previamente à aplicação de toxina botulínica tipo A e 1 mês após o procedimento. RESULTADOS: Não houve diferença estatisticamente significante entre a ceratometria encontrada pela topografia corneana ou diferença no BFS ("best fit sphere" anterior e posterior e índice de Roush avaliados pelo Orbscan nos olhos acometidos pelo espasmo em relação ao olho contralateral quando comparados antes e após o procedimento. CONCLUSÃO: Neste estudo, não encontramos diferença entre olhos com espasmo hemifacial e olhos sem essa condição quando avaliados a ceratometria, o índice de Roush e o BFS corneano antes e após tratamento.

  3. Fungus ball in HIV-infected patients Bola fúngica em pacientes HIV-infectados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Silva Guazzelli

    2009-12-01

    Full Text Available Aspergillus is a phagocyte opportunistic fungus that causes aspergillosis, an unusual disease in patients with AIDS. Six cases of fungal ball in patients with AIDS are reported here. In this group, all patients had hemoptysis and tuberculosis as the underlying lung disease. The diagnosis of pulmonary fungus ball was based on the clinical and radiographic feature, combined with serological and mycological evidence of Aspergillus fumigatus.Os fungos filamentosos são oportunistas de fagócitos, motivo pelo qual aspergilose é incomum em pacientes com Aids. A apresentação clínica depende do estado imune, tamanho do inóculo fúngico e doença de base. São relatados neste trabalho seis casos de bola fúngica em pacientes com Aids. Neste grupo, todos tiveram tuberculose como doença de base e hemoptise foi o principal sintoma. O diagnóstico da bola fúngica foi através da apresentação clínica, achados radiológicos combinados com imunodifusão radial dupla, exame micológico direto e cultivo do material do trato respiratório, sendo A. fumigatus o agente isolado

  4. Lipossarcoma periorbital em paciente pediátrico: relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Marcio

    2013-08-01

    Full Text Available O objetivo desse estudo é descrever uma criança com lipossarcoma periorbital, caracterizando seus aspectos clínico-epidemiológicos e terapêuticos. Menina de 6 meses de idade com tumoração crescente há dois meses em região fronto-zigomática direita, a qual foi submetida à exérese e cujas análises anatomopatológica (AP e imuno-histoquímica (IH observaram achados típicos de lipoblastoma. Após isso, apresentou mais três recidivas tumorais com diagnósticos similares. Um ano depois da última cirurgia, houve nova recorrência, porém, dessa vez, o resultado dos exames análises anatomopatológica e imuno-histoquímica foi de lipossarcoma, sendo, então, encaminhada para complementar o tratamento com radio e quimioterapia, sem novas lesões até o momento. Devido a sua raridade, geralmente o lipossarcoma não entra no diagnóstico diferencial em pacientes com massas orbitais, porém, por ser localmente agressivo, torna-se vital a pronta identificação e tratamento de forma a oferecer melhores resultados terapêuticos e influência sobre a qualidade de vida do paciente.

  5. Mycetoma in an HIV-infected patient Mycetoma em paciente HIV positivo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz G. M. Castro

    1999-10-01

    Full Text Available Although oportunistic fungal infections occur commonly in immunocompromised hosts, mycetoma has never been reported in association with HIV infection. The authors present a case that to their knowledge is the first reported case of mycetoma associated with HIV infection. Diagnosis was confirmed by direct examination of grains and histologic examination. Precise identification of the agent, an actinomycete, was not possible. The unusual site of infection may probably be related to the use of contaminated needless and sirynges for HIV drug injection.Os autores relatam um caso de actinomicetoma em pacientes HIV positivo. Apesar das infecções fúngicas oportunistas serem freqüentemente observadas em pacientes infectados pelo HIV, a associação com micetoma nunca foi descrita. O diagnóstico foi confirmado pelo exame micolígico direto de grãos obtidos da secreção e de exame anátomo-patológico. Não foi possível identificar o agente, mas as características sugerem tratar-se de actinomiceto. Os autores acreditam que a localização no membro superior possa estar relacionada com o uso de seringas e agulhas contaminadas para injeção de drogas EV.

  6. Esquema de Desamparo em Paciente com Dor Crônica e Sintomas Depressivos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elisangela Ferreira Santana

    2015-12-01

    Full Text Available A fibromialgia caracteriza-se por dor generalizada e crônica, de modo geral, associada à incapacidade funcional e quadros depressivos. Por suas repercussões, esta síndrome dolorosa pode ativar e/ou potencializar esquemas de desamparo e desvalor, o que por sua vez pode contribuir para o surgimento de sintomas depressivos. Neste artigo, analisa-se o processo de manejo da dor por meio da identificação de crenças de incapacidade e da alteração de humor numa paciente com dor crônica e sintomas depressivos. Para tanto, são descritas as estratégias e técnicas utilizadas em seu processo terapêutico, realizado em 13 sessões, que teve como embasamento a terapia cognitiva. Além disto, apresenta-se a conceituação cognitiva referente ao esquema de desamparo da paciente. Embora Laura não tenha apresentado mudanças significativas na percepção álgica, os sintomas depressivos tiveram uma remissão importante, o que contribuiu para aquisição de comportamentos mais funcionais para manejo da dor, como solicitar ajuda e evitar o esforço físico.

  7. Anestesia em paciente com Distrofia Muscular de Duchenne: relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tonelli Deoclécio

    2003-01-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A distrofia muscular de Duchenne é uma afecção recessiva ligada ao cromossomo X, geralmente diagnosticada na infância, acentuando-se progressivamente até agravar a função respiratória. O objetivo deste relato é apresentar um caso de um paciente com distrofia muscular de Duchenne diagnosticada há 2 anos, submetido à postectomia, sob anestesia geral com cetamina S. RELATO DO CASO: Paciente com 9 anos de idade com Distrofia Muscular de Duchenne diagnosticada há 2 anos, submetido à anestesia geral com levo-cetamina (1,5 mg.kg-1, por via venosa, sob ventilação espontânea assistida manualmente por sistema de Baraka (Mapleson A e bloqueio peniano com bupivacaína a 0,5% (25 mg. Foram usados monitores de pressão arterial não invasiva, oximetria de pulso, cardioscopia e temperatura esofagiana. No decorrer da cirurgia, o caso evoluiu sem intercorrências, sendo que no período pós-operatório o paciente apresentou alguns episódios de vômitos sem outras alterações significativas. Permaneceu internado por 24 horas, tendo alta hospitalar assintomático. CONCLUSÕES: A avaliação pré-anestésica cuidadosa, o uso de monitorização adequada e medicações que não predisponham o aparecimento de complicações tornam seguro o procedimento em pacientes portadores de Distrofia Muscular de Duchenne e seu pós-operatório.

  8. Study of dermatoses in kidney transplant patients Estudo das dermatoses em pacientes transplantados renais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Moretti de Lima

    2013-06-01

    Full Text Available BACKGROUND: The increasing in the number of kidney transplant recipients has favored, more frequently than before, the emergence of dermatoses and warranted their study through subsequent publications. OBJECTIVES: to evaluate the frequency of dermatoses in kidney transplant recipients. METHODS: kidney transplant recipients with suspected dermatoses between March 1st 2009 and June 30th 2010. RESULTS: 53 patients (28 males and 25 females, aged between 22 and 69 (mean age = 45 years were evaluated. Most of them came from the cities of Ceilândia, Samambaia and São Sebastião/DF, and had already been transplanted for 5 to 10 years before (37.7%; 62.3% were recipients of living donors and 83% were prednisone-treated. The most prevalent dermatoses were of fungal (45.3% and viral (39.6% etiologies. Among the non-melanoma malignant neoplasms, the basal cell carcinoma prevailed (six cases, in spite of the low incidence. Concerning fungal dermatoses, 12 cases of onychomycosis, five of pityriasis versicolor and four of pityrosporum folliculitis were reported. For diagnosis, in most cases (64.2%, laboratory examinations (mycological and histopathological were performed. CONCLUSION: cutaneous manifestations in kidney transplant recipients are generally secondary to immunosuppression. The infectious dermatoses, especially those of fungal origin, are frequently found in kidney transplant recipients and their occurrence increases progressively according to the time elapsed from the transplantation, which makes follow-up important. FUNDAMENTOS: o crescente aumento do número dos transplantados renais tem favorecido o aparecimento mais frequente das dermatoses e permitido o estudo em sucessivos trabalhos. OBJETIVOS: avaliar a frequência das dermatoses em pacientes transplantados renais. MÉTODOS: captação de pacientes transplantados renais durante o período de 1° de março de 2009 a 30 de junho de 2010 com suspeita de dermatoses. RESULTADOS : foram

  9. Perda auditiva sensorioneural em pacientes com acromegalia em tratamento Sensorineural hearing loss in acromegalic patients under treatment

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo Alexandre Carvalho

    2012-08-01

    Full Text Available Acromegalia é uma doença endócrina rara. Poucos estudos avaliaram sua associação com deficiência auditiva (DA e os resultados são conflitantes. OBJETIVOS: Avaliar a prevalência e características da DA em um grupo de pacientes com acromegalia em tratamento. Analisar a transmissão auditiva central e periférica. MATERIAL E MÉTODOS: Estudo transversal. Um grupo de 34 pacientes com acromegalia submeteu-se à avaliação metabólica, audiometria tonal e potenciais evocados auditivos de tronco encefálico (PEATE. Considerou-se DA quando a média dos tons puros foi > 25 DBNA para baixas frequências (250, 500, 1000 e 2000 Hz ou altas frequências (3000, 4000, 6000 e 8000 Hz. Os pacientes foram divididos em grupo A (com DA e B (sem DA. RESULTADOS: Doze pacientes (35,3% mostraram DA sensorioneural (grupo A, sendo oito bilateral e quatro unilateral. Nenhum apresentou DA mista ou condutiva. A prevalência de diabetes/intolerância à glicose de jejum foi similar entre os grupos. As frequências de 3000, 4000, 6000 e 8000 Hz foram as mais afetadas e com padrão similar em ambos os lados. CONCLUSÃO: DA sensorioneural esteve presente em 35,3% dos casos. Não foram notadas diferenças clínicas ou metabólicas significativas entre os grupos, bem como na transmissão neural auditiva periférica e central.Acromegaly is a rare endocrine disease. Few studies have evaluated its association with hearing loss (HL and the results are conflicting. AIM: To evaluate the prevalence and features of HL in a group of patients being treated for acromegaly. To analyze peripheral and central auditory transmission. METHODS: Cross-sectional study. A group of 34 patients with acromegaly were submitted to metabolic evaluation, tonal audiometry and brainstem auditory evoked potentials. HL was considered when pure tone average was > 25 DBHL for low frequencies (250, 500, 1000 and 2000 Hz or high frequencies (3000, 4000, 6000 and 8000 Hz. The patients were divided in group

  10. Púrpura em paciente com estrongiloidíase disseminada Purpura in patient with disseminated strongiloidiasis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciano C. Ribeiro

    2005-05-01

    Full Text Available A infecção pelo Strongyloides stercoralis em associação com imunosupressão pode manifestar-se com lesões em múltiplos órgãos e sistemas, caracterizando a forma disseminada da doença. Lesões cutâneas não são freqüentemente relatadas e, se presentes, manifestam-se como rash e petéquias. Púrpuras bem definidas são pouco descritas. No presente trabalho é descrito um caso de estrongiloidíase disseminada, com acometimento cutâneo em forma de púrpura, que se desenvolveu em um paciente timectomizado e usuário crônico de corticosteróide devido à miastenia gravis.The association of systemic corticosteroid therapy and dissemination of Strongyloides stercoralis has been increasingly documented in the literature. Skin involvement in disseminated strongyloidiasis has been reported and the most commonly described cutaneous manifestations are rash and petechial eruptions. We present a case of an immunosuppressed man that developed disseminated strongyloidiasis with extensive purpura.

  11. Fatores associados à qualidade de vida de pacientes incidentes em diálise peritoneal no Brasil (BRAZPD

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabiane Rossi dos Santos Grincenkov

    2011-03-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: O número de pacientes em diálise peritoneal (DP no Brasil é significativo, havendo maior prevalência de diabéticos e idosos neste grupo do que no grupo em hemodiálise. Esses dados apontam para um viés de seleção nessa população. Objetivo: Avaliar a qualidade de vida (QdV na admissão de pacientes em diálise peritoneal no Brasil. MÉTODOS: Avaliados 6.198 pacientes participantes de um estudo de coorte prospectivo multicêntrico, utilizando-se os dados do BRAZPD. A avaliação da QdV foi realizada segundo o índice de Karnofsky (avaliação da QdV pelo profissional de saúde e segundo o SF-36 (autoavaliação pelo paciente em 1.624 pacientes incidentes. RESULTADOS: Entre os pacientes analisados, 40% eram diabéticos e 47% eram idosos (acima de 60 anos. Os pacientes apresentaram baixos escores de QdV em todos os aspectos do SF-36, sendo o domínio "aspectos físicos" o mais prejudicado. O domínio que apresentou melhor escore foi "aspecto social". Por outro lado, segundo o índice de Karnofsky, a maior parte dos pacientes possuía altos escores de QdV. Idosos e diabéticos apresentaram qualidade de vida inferior quando comparados aos não idosos e não diabéticos através da avaliação pelo SF-36 e pelo Karnofsky. CONCLUSÃO: Na avaliação geral pelo SF-36 observou-se redução da qualidade de vida. A avaliação pelo Karnofsky apresentou melhor performance comparado ao SF-36 na avaliação geral da qualidade de vida, sendo encontrados resultados semelhantes entre os dois instrumentos no que diz respeitos aos subgrupos avaliados, onde os grupos que apresentaram pior QdV foram pacientes diabéticos e idosos em ambas as avaliações.

  12. Perfil lipídico em pacientes adultos com artrite idiopática juvenil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thelma Larocca Skare

    2013-08-01

    Full Text Available O processo inflamatório articular de uma criança com artrite idiopática juvenil (AIJ pode persistir na vida adulta. A inflamação tem sido ligada a distorções do perfil lipídico e à aterogênese acelerada. Neste trabalho, estudou-se o perfil lipídico de indivíduos adultos com AIJ, comparando-o ao de pessoas saudáveis. Foram recrutados 54 adultos com AIJ (57,3% poliarticular, 37% oligoarticular, 1,9% do subtipo entesítica e 3,7% do subtipo sistêmica e 54 indivíduos saudáveis para comparação de perfil lipídico. Nos adultos AIJ, coletaram-se dados sobre sexo, idade e idade de início da doença, presença de fator reumatoide (FR e fator antinuclear (FAN, HAQ (Health Assessment Questionnaire e tempo de doença. Observou-se que hipercolesterolemia, aumento de LDL e diminuição de HDL foram mais comuns em pacientes com AIJ do que nos controles (com P = 0,016; P < 0,0001 e P = 0,0008, respectivamente. Alterações no colesterol total (CT e no LDL foram mais comuns em indivíduos com início de doença mais tardio (P = 0,0017 para CT e P = 0,023 para LDL. Em todo o grupo de pacientes com AIJ nenhuma outra variável pode ser ligada à dislipidemia tal como presença de FR, FAN, duração de doença e HAQ (P = ns. Concluiu-se que pacientes adultos com AIJ apresentam um perfil lipídico com aumento de CT e de LDL, e diminuição de HDL em relação aos controles. Nenhuma característica clínica pode ser ligada a essa alteração, exceto idade de início da doença.

  13. Cultura e clima organizacional para segurança do paciente em Unidades de Terapia Intensiva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thaiana Helena Roma Santiago

    2015-12-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo Avaliar a percepção dos profissionais de saúde sobre o clima e a cultura de segurança do paciente em Unidades de Terapia Intensiva (UTI e a relação entre os instrumentos Hospital Survey on Patient Safety Culture (HSOPSC e o Safety Attitudes Questionnaire (SAQ. Método Estudo transversal realizado em hospital de ensino no interior do estado de São Paulo, Brasil, em março/abril de 2014. Aplicaram-se o HSOPSC, o SAQ e um instrumento para levantamento das informações sociodemográficas e profissionais aos funcionários das UTI adulto, pediátrica e neonatal. A análise utilizou a estatística descritiva. Resultados As escalas apresentaram boa confiabilidade. Maiores fragilidades para a segurança do paciente foram observadas nos domínios “condições de trabalho” e “percepções da gerência” do SAQ e “resposta não punitiva aos erros” do HSOPSC. As fortalezas no SAQ foram o “clima de trabalho em equipe” e a “satisfação no trabalho” e para o HSOPSC “expectativas e ações de promoção de segurança supervisores/gerentes” e “aprendizado organizacional e melhoria mútua”. Na UTI Neonatal houve maior satisfação no trabalho do que nas demais UTI. A UTI Adulto apresentou menores pontuações para a maioria dos domínios do SAQ e HSOPSC. A correlação entre as escalas foi de força moderada (r=0,66. Conclusão Há diferenças de percepções quanto à segurança do paciente entre as UTI, o que corrobora com a existência de microculturas locais. O estudo não demonstra que o SAQ e o HSOPSC sejam equivalentes.

  14. Prevalência de flebites em pacientes adultos internados em hospital universitário

    OpenAIRE

    Angela Elisa Breda Rodrigues de Souza; João Lucas Campos de Oliveira; Denise Costa Dias; Anair Lazzari Nicola

    2015-01-01

    identificar la prevalencia de flebitis, relacionada con variables demográficas y clínicas, en la terapia intravenosa periférica, en pacientes adultos ingresados en hospital universitario de Paraná, PR, Brasil. Método: investigación observacional, transversal/prospectiva, cuantitativa, realizada en tres unidades del hospital. La recolección de datos se llevó a cabo de octubre de 2012 a agosto de 2013, usándose formulario para extraer variables demográficas y clínicas preestablecidas. Para anál...

  15. Avaliação angular do equilíbrio sagital em pacientes obesos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alynson Larocca Kulcheski

    2013-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Tendo em vista a pouca quantidade de informações a respeito das alterações degenerativas e patológicas da coluna vertebral realizou-se este estudo com objetivo de avaliar e quantificar os valores angulares do equilíbrio sagital na população obesa. MÉTODOS: Foram medidos os ângulos de incidência pélvica (IP, versão pélvica (VP e declive sacral (DS. RESULTADOS: Foram avaliados 30 pacientes, sendo 19 do sexo feminino e 11 do sexo masculino, no ano de 2012 que aguardavam realização de cirurgia bariátrica. A média de idade foi de 33 anos. O IMC médio foi de 41 kg/m², sendo que o valor médio para os homens foi de 43 kg/m² e das mulheres 39 kg/m². O IP médio foi de 57°. O VP foi de 19°. O DS foi de 38°. O valor da incidência pélvica e da versão pélvica ficou em média acima do encontrado na população com índice de massa corporal normal. Já o valor do declive sacral encontra-se na média da população. CONCLUSÕES: Cada vez mais o equilíbrio sagital vem ganhando espaço na avaliação da coluna vertebral. Faz-se necessário literatura mais vasta e aumento do conhecimento médico das patologias e comorbidades que podem alterar o equilíbrio sagital em seus pacientes, como a obesidade.

  16. Prevalência de psoríase em estudo de 261 pacientes com vitiligo Prevalence of psoriasis in a study of 261 patients with vitiligo

    OpenAIRE

    2005-01-01

    FUNDAMENTOS: O estudo da associação de psoríase e vitiligo é necessário em razão das prováveis origens imunológicas dessas enfermidades e da proximidade de loci encontrados no cromossomo 1p31. OBJETIVO: O propósito principal foi determinar a prevalência de psoríase em pacientes com vitiligo em amostra de 740 pacientes submetidos à fototerapia em Curitiba, PR e descrever suas características clínicas. MÉTODOS: Dos 740, foram estudados retrospectivamente 261 pacientes com diagnóstico de vitilig...

  17. Doenças cerebrovasculares em pacientes entre 15 e 40 anos: achados neuropatológicos em 47 casos

    OpenAIRE

    2001-01-01

    As doenças cerebrovasculares em pacientes entre 15 e 40 anos são pouco estudadas na literatura latino americana, principalmente no que tange aos achados neuropatológicos. Analisamos 47 encéfalos provenientes de necrópsias completas realizadas no período de 1987 a 1997 selecionados com base na faixa etária e alteração neuropatológica básica envolvendo fenômenos vasculares. Destes 47 casos analisados, 26 eram (55,3%) do sexo feminino. Quanto à distribuição etária, 12,8% (n=06) acometeram pacien...

  18. Níveis de PCR são maiores em pacientes com síndrome coronariana aguda e supradesnivelamento do segmento ST do que em pacientes sem supradesnivelamento do segmento ST

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Syed Shahid Habib

    2011-01-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Há grande interesse no uso de proteína C-reativa de alta sensibilidade (PCR-as para avaliação de risco. Altos níveis de PCR-as no início da síndrome coronária aguda (SCA, antes da necrose tecidual, pode ser um marcador substituto para comorbidades cardiovasculares. OBJETIVO: Dessa forma, nosso objetivo foi estudar diferentes medidas de seguimento de níveis de PCR-as em pacientes com SCA e comparar as diferenças entre infarto do miocárdio sem elevação do segmento ST (NSTEMI com pacientes apresentando elevação do segmento ST (STEMI. MÉTODOS: Este é um estudo observacional. Dos 89 pacientes recrutados, 60 apresentavam infarto agudo do miocárdio (IAM. Três níveis seriados de PCR-us, a nível basal na hospitalização antes de 12 horas após inicio dos sintomas, níveis de pico 36-48 horas após hospitalização e níveis de acompanhamento após 4 a 6 semanas foram analisados e comparados entre pacientes com (IAMCSST e sem supradesnivelamento do segmento ST (IAMSSST. RESULTADOS: Pacientes com IAMCSST tinham IMC significantemente mais alta quando comparados com pacientes IAMSSST. Os níveis de creatino quinase fração MB (CK-MB e aspartato aminotransferase (AST eram significantemente mais altos em pacientes com IAMCSST quando comparados com pacientes com IAMSSST (p<0,05. Os níveis de PCR a nível basal e no acompanhamento não diferiram de forma significante entre os dois grupos (p=0,2152 e p=0,4686 respectivamente. Houve uma diferença significante nos níveis de pico de PCR entre os dois grupos. No grupo de pacientes com IAMCSST os níveis foram significantemente mais altos quando comparados aos pacientes com IAMSSST (p=0,0464. CONCLUSÃO: Pacientes com IAMCSST apresentam picos significantemente mais elevados de PCR quando comparados a pacientes IAMSSST. Esses dados sugerem que o processo inflamatório tem um papel independente na patogênese do infarto do miocárdio. Dessa forma, os níveis de PCR podem ajudar na

  19. Privacidade em unidades de terapia intensiva: direitos do paciente e implicações para a enfermagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Aparecida Baggio

    2011-02-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi compreender as experiências vivenciadas pelos profissionais da enfermagem sobre a privacidade do paciente internado em UTI e suas implicações. Este estudo qualitativo, mediante análise de conteúdo, originou as categorias: Expondo o corpo e a intimidade dos pacientes: atitudes e ações dos profissionais; A intimidade: dificuldades vividas pelos profissionais e reações dos pacientes; Desproteção da intimidade do paciente: contradições que emergem da prática. Os resultados apontam a necessidade dos profissionais repensarem o seu fazer em relação à proteção da privacidade do paciente, por meio de atos/atitudes que transmitam segurança nas ações do cuidado. A preservação da privacidade é direito do paciente e compromisso ético do profissional, conferindo dignidade às pessoas no processo de cuidado na UTI

  20. Pancreatite aguda grave: resultados do tratamento cirúrgico em 68 pacientes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Olívio Louro Costa

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar os resultados do tratamento cirúrgico das formas necrosantes, ou graves, da pancreatite aguda e da forma crônica agudizada. MÉTODO: Foi preenchido um protocolo, de modo consecutivo e prospectivo, de 68 pacientes operados por pancreatite aguda grave e crônica agudizada, no período de 1982 a 2000. Os pacientes foram classificados em três categorias: 1. Pancreatite aguda biliar; 2. Pancreatite aguda de causa indeterminada; 3. Pancreatite crônica agudizada. RESULTADOS: As indicações para o tratamento cirúrgico foram: diagnóstico incerto (32,3%; necrose infectada (60,3% e para necrosectomia (7,4%. As operações realizadas foram: desbridamento de necrose infectada(70,6%; operações sobre as vias biliares (20,6% e desbridamento de grandes necroses (7,4%. Os óbitos hospitalares incidentes, por categoria foram: 1. Pancreatite aguda biliar (33,3%; 2. Pancreatite aguda indeterminada (45,0%; 3. Pancreatite crônica agudizada (37,0%. A média de óbitos foi de 38,2%. Vinte e cinco pacientes foram reoperados, uma ou várias vezes, e nestes a mortalidade foi de 40,0%. Os abscessos foram responsáveis por 52,0% dos óbitos e as outras complicações que resultaram em óbitos, sempre evoluiram para infecção. CONCLUSÕES: Ocorreu um alto índice de operações por diagnóstico incerto. Esta indicação deve se restringir aos casos onde não seja possível o diagnóstico diferencial com certas causas de abdome agudo. As indicações para tratar precocemente a litíase biliar devem ser evitadas ou reduzidas a situações específicas. As reoperações são freqüentemente indicadas nesses pacientes e a infecção foi a principal causa de morte.

  1. Anestesia em paciente com Síndrome de Jó (hiper IgE: Relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marco Antônio Cardoso de Resende

    2011-02-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A síndrome de Jó (SJ é imunodeficiência rara, uma das formas de apresentação da Síndrome hiper IgE. O quadro clínico compreende abscessos cutâneos, pneumonias de repetição, pneumatoceles, eosinofilia, hiperimunoglobulinemia E (> 2.000 UI.mL-1, alterações craniofaciais e de crescimento ósseo. O relato descreve a doença e seu manuseio anestésico. RELATO DO CASO: Paciente masculino, negro, 13 anos, 40 kg, ASA II, com Síndrome de Jó diagnosticada aos 6 meses. Foi admitido para realização de alongamento de fêmur direito. Negava uso de medicamentos e não tinha antecedentes cirúrgicos, boa mobilidade cervical, distância interincisivos superior a 3 cm, Mallampati II e sem sinais de infecção. Os exames pré-operatórios eram normais. Foi monitorado com eletrocardioscópio, SpO2, PANI e P ET CO2. Após pré-oxigenação, realizou-se indução de anestesia geral venosa e manutenção com sevoflurano. Ao término do procedimento, o paciente foi extubado após reversão do bloqueio neuromuscular e encaminhado para a sala de RPA com Aldrete 9. Teve alta hospitalar após 72 horas, sem complicações. CONCLUSÕES: A opção da técnica anestésica é orientada pela observação criteriosa entre os riscos e benefícios específicos para cada paciente, de acordo com as sequelas respiratórias e o risco de infecção e sítio cirúrgico. No paciente em questão, havia a consideração de que a anestesia em neuroeixo poderia representar, pela predisposição de base imunológica, risco aumentado de infecções graves. O presente caso foi realizado de forma segura com anestesia geral.

  2. Microbiota conjuntival em pacientes com alergia ocular Conjunctival microbiota in patients with ocular allergy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Mattoso Libório

    2005-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a presença de microbiota aeróbia da conjuntiva de portadores de alergia ocular e comparar a um grupo controle. MÉTODOS: Foram examinados 133 pacientes no período de abril a junho de 2001 divididos em 2 grupos. O grupo A foi composto de 63 portadores de conjuntivite alérgica (sem uso de medicação e o grupo B de 70 pacientes do ambulatório geral (controle. Foram coletadas amostras do fundo de saco conjuntival do olho direito de todos os pacientes e o material foi semeado em meios sólidos de cultura (ágar sangue, chocolate e Sabouraud. RESULTADOS: No grupo A, 30 culturas (47,7% foram positivas e no grupo B, 6 (8,6%. Sete bactérias foram isoladas no grupo A e 4 no B. A análise estatística revelou associação significante entre a positividade dos cultivos e conjuntivite alérgica. CONCLUSÃO: Microbiota bacteriana foi mais freqüentemente encontrada nos pacientes com alergia ocular.PURPOSE: To evaluate de presence of conjunctival aerobic microbiota in patients with ocular allergy as compared to a control group. METHODS: One hundred and thirty-three patients were evaluated from April to June 2001 and divided into 2 groups. Sixty-three patients with allergic conjunctivitis (without medication were in group A and 70 patients from the general outpatient clinic were in group B (control group. Samples from the conjunctival sac of the right eye were collected and cultured in solid media (blood, chocolate and Sabouraud agar. RESULTS: In group A, 30 cultures (47.7% were positive and 6 (8.6% in group B. Seven bacteria were isolated from group A and 4 from group B. Statistical analysis revealed significant association between positive cultures and allergic conjunctivitis. CONCLUSION: Bacterial microbiota was more frequently found in patients with ocular allergy.

  3. Determinaçăo da influęncia das tensőes residuais nas propriedades de fadiga em aço SAE 8620 processado com diferentes profundidades de camada de cementaçăo /

    OpenAIRE

    Ogata, Humberto Toshiaki da Silva

    2003-01-01

    Orientadora: Ana Sofia Clímaco D'Oliveira Co-orientador: Paulo Sérgio C. Pereira da Silva Dissertaçăo (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Tecnologia, Programa de Pós-Graduaçăo em Engenharia - PIPE. Defesa: Curitiba, 2003 Inclui bibliografia Área de concentraçăo: Engenharia e cięncias de materiais

  4. Co-infecção por HPV em paciente HIV positivo: relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eduardo Borges Coscia

    2016-10-01

    Full Text Available Introdução: O Brasil presencia aumento de doenças sexualmente transmissíveis, como a AIDS, favorecendo a correlação do vírus da imunodeficiência humana (HIV com o papiloma vírus humano (HPV, pois os fatores de risco são similares. A relevância para a co-infecção se faz pela imunossupressão do HIV, possibilitando a infecção e a rápida evolução das lesões cervicais. Porém estudos indicam que pacientes soropositivas tratadas com a terapia antirretroviral de alta atividade apresentam história natural semelhante às mulheres soronegativas. O rastreamento segundo as Diretrizes Americanas e Brasileiras tem mesma recomendação: o citopatológico deve ser realizado em HIV-positivas após o início da vida sexual, semestralmente no primeiro ano e, se normais, anualmente. No entanto as Diretrizes Americanas indicam a realização de citologia e colposcopia a cada 6 meses em pacientes com CD4 < 200 células/mm. Descrição de Caso: E.P.S, feminino, 29 anos, HIV +, em uso de terapia antirretroviral. Foi encaminhada ao serviço por colpocitologia compatível com Lesão Intra Epitelial de Baixo Grau e biópsia compatível com NIC II, sendo indicado a conização para excisão e diagnóstico da lesão. Foi realizada Cirurgia de Alta Frequência (CAF. Houve a retirada de cone de colo uterino de dimensões 3,0x2,3x0,9cm. O anatomopatológico indicou: Lesão Intra Epitelial Cervical de Alto Grau (BETHESDA com presença de margens livres. Discussão: A conduta da unidade primária está de acordo com as diretrizes brasileiras, que diz: em mulheres imunossuprimidas, qualquer anormalidade citológica deve ser realizada a colposcopia. A terapêutica para a NIC II é a conização. Um estudo mostra que o cone poderá variar de 10 a 14mm considerando-se percentuais de chance de margens livres de 84% a 97%, respectivamente. Na CAF realizada, o cone mediu 9 mm. A recorrência/ persistência de NIC ocorre mais frequentemente em mulheres com margens

  5. Caso clínico: reabilitação oral em paciente geriátrico

    OpenAIRE

    Solovyova, Yuliya

    2016-01-01

    Dissertação para obtenção do grau de Mestre no Instituto Superior de Ciências da Saúde Egas Moniz O tratamento em pacientes geriátricos é mais desafiador e complexo que em pacientes mais jovens devido a várias alterações orais associadas com a idade, como a diminuição de saliva, aspetos relacionados com a falta de dentes, incapacidade motora, redução mastigatória entre outros. Este caso clínico é sobre um paciente geriátrico tendo como objetivo final a sua reabilitação oral. O tratamento a...

  6. Dor neuropática em paciente com porfiria: relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alysson B O Santos

    2010-12-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: As porfirias são um grupo de distúrbios herdados ou adquiridos que envolvem enzimas participantes do processo de síntese do heme. As manifestações agudas afetam o sistema nervoso, resultando em dor abdominal, vômitos, neuropatia aguda, convulsões e distúrbios mentais. A fisiopatogenia resulta do efeito tóxico dos precursores de porfirina, podendo ser desencadeada por fármacos usados de rotina na prática médica, restrição intensa de carboidratos e estresse metabólico. O objetivo deste trabalho foi apresentar um caso de porfiria de diagnóstico tardio, evoluindo para dor crônica. RELATO DO CASO: Paciente do sexo feminino, 27 anos, internada há 5 meses com dor abdominal intensa sem diagnóstico clínico. Foi indicada laparotomia exploradora, a qual não evidenciou causa para o quadro. A paciente, exposta a trauma cirúrgico e medicamentos que desencadeiam crise de porfiria, como cetoprofeno, metoclopramina e antibióticos, evoluiu com hiponatremia importante, elevação de enzimas hepáticas, convulsão e perda dos movimentos, sendo internada em Unidade de Terapia Intensiva. Após diagnóstico de porfiria, manteve dor em membros inferiores, sendo encaminhada para tratamento no Serviço de Dor da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Iniciou tratamento com amitriptilina, gabapentina, opioide e analgésicos simples, mas continuou apresentando crises recorrentes da porfiria e, insegura quanto à condução do caso, abandonou o acompanhamento. CONCLUSÕES: A porfiria é um dos raros grupos de distúrbios enzimáticos que permanecem desconhecidos por grande parte dos profissionais de saúde. O paciente, ao perceber esse desconhecimento sobre a doença, tem seu nível de estresse e insegurança com o tratamento aumentado, dificultando a adesão e a continuidade ao mesmo.

  7. Perfil clínico-epidemiológico dos pacientes em programa crônico de hemodiálise em João Pessoa - PB

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Homero Medeiros de Oliveira Junior

    2014-09-01

    Full Text Available Introdução: A doença renal crônica (DRC, considerada por alguns autores como uma epidemia deste século, relaciona-se diretamente com as doenças crônicas como diabetes (DM e hipertensão arterial sistêmica (HAS e ao aumento global da expectativa de vida da população. Objetivo: O objetivo deste estudo foi traçar o perfil epidemiológico dos pacientes em programa de hemodiálise (HD em uma capital brasileira. Métodos: Foi realizado um estudo transversal de amostra aleatória de conveniência, utilizando um questionário aplicado em 245 pacientes entre agosto de 2011 e março de 2012. Todos pacientes entrevistados estavam em programa de HD nos três serviços de Nefrologia credenciados pelo Sistema Único de Saúde (SUS em João Pessoa - PB. Resultados: Dos entrevistados, 61% eram do sexo masculino, 66% apresentavam união estável e 44,5% eram brancos. Aproximadamente 50% eram da faixa etária de 40 a 59 anos e 51% não moravam no município de João Pessoa. As etiologias mais prevalentes foram HAS (38% e DM (13%. As comorbidades mais prevalentes foram retinopatia diabética (15,5% e neuropatia periférica (13,5%. Noventa e dois por cento referiram algum episódio de internação hospitalar. O acesso vascular temporário foi usado em 100% dos pacientes na primeira diálise. Conclusão: Os resultados deste estudo sinalizam a importância do melhor acompanhamento pré-dialítico desses pacientes, o que poderia reduzir a morbimortalidade.

  8. Rubeosis capsulare: um caso incomum de rubeosis iridis em paciente com implante de lente intra-ocular - Relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosa Alexandre A. Marques

    2002-01-01

    Full Text Available Os autores relatam o caso raro de paciente diabético com rubeosis iridis submetido à cirurgia de catarata com implante de lente intra-ocular, em que houve o crescimento de neovasos na cápsula posterior do cristalino.

  9. Doenças e síndromes associadas à miastenia grave em um grupo de 304 pacientes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    J. Lamartine de Assis

    1984-09-01

    Full Text Available Foram realizados estudos epidemiológico e clínico de doenças e síndromes associadas em um grupo de 304 pacientes miastênicos. Foram apresentadas projeções comparativas entre os casos presentes e os de outros autores.

  10. Depressão e qualidade de vida em pacientes com fibromialgia Depression and quality of life among patients with fibromyalgia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    AMB Santos

    2006-09-01

    Full Text Available CONTEXTO: Fibromialgia é uma síndrome reumática caracterizada por dor musculoesquelética difusa e crônica, e sítios dolorosos específicos à palpação (tender points. Freqüentemente é associada à fadiga generalizada, distúrbios do sono, rigidez matinal, dispnéia, ansiedade, alterações no humor que podem evoluir para um quadro de depressão. Sendo assim, afeta negativamente a qualidade de vida das pessoas. No entanto, ainda não se sabe o poder de discriminação dos instrumentos de avaliação da depressão e qualidade de vida. O objetivo desse estudo foi avaliar a depressão e a qualidade de vida de pacientes com fibromialgia e avaliar o poder de discriminação de instrumentos relacionados a esses aspectos. MÉTODO: Para avaliar a qualidade de vida foram utilizados dois instrumentos: um específico, o Fibromyalgia Impact Questionnaire (FIQ e outro genérico, o Medical Outcomes Study 36-item Short-Form Healthy Survey (SF-36; para avaliar a depressão, a Escala de Depressão de Beck (BDS. Participaram do estudo 40 mulheres sendo 20 com fibromialgia - Grupo teste e 20 saudáveis - Grupo controle. Os três protocolos foram aplicados aos indivíduos dos dois grupos em uma única sessão de avaliação. Toda a análise estatística foi realizada utilizando-se o teste "t" Student, com significância alfa = 0,05. RESULTADOS: Houve diferença estatisticamente significante entre os grupos controle e teste em todos os questionários (pBACKGROUND: Fibromyalgia is a rheumatic syndrome characterized by widespread chronic musculoskeletal pain and specific palpable tender points. It is often associated with generalized fatigue, sleep disturbances, morning stiffness, dyspnea, anxiety and mood disturbances that may evolve into depression. Thus, such individuals' quality of life is negatively affected. However, the discriminating power of quality-of-life and depression assessment instruments is still unknown. OBJECTIVE: To assess depression and

  11. Caracterização dos padrões de dor, sono e alexitimia em pacientes com fibromialgia atendidos em um centro terciário brasileiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lazslo A. Avila

    2014-10-01

    Full Text Available Objetivos: Fibromialgia (FM é uma síndrome complexa, caracterizada por uma dor musculoesquelética crônica duradoura e difusa, derivada de causas não inflamatórias e classicamente associada à presença de pontos sensíveis específicos. No entanto, estudos destacaram outros sintomas importantes associados à má qualidade de vida (QDV em pacientes com FM, por exemplo, distúrbios do sono e alexitimia. Esse estudo teve por objetivo investigar os padrões de dor, sono e alexitimia de pacientes com FM em um centro terciário brasileiro. Métodos: 20 pacientes com FM acompanhados na clínica ambulatorial de reumatologia de um centro terciário brasileiro (Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto - FAMERP, São Paulo, Brasil e 20 pacientes sem FM provenientes de outros serviços ambulatoriais da FAMERP completaram um questionário clínico e sociodemográfico, o Fibromyalgia Impact Questionnaire (FIQ, o Pittsburgh Sleep Quality Index (PSQI, o Toronto Alexithymia Scale (TAS-20 e o SF-36 (WHOQOL. Resultados: Os pacientes com FM tiveram desempenhos piores em todas as dimensões de QDV do SF-36 e escores mais altos no PSQI (P = 0,01 e no TAS-20 (P = 0,02. Pacientes com FM também tiveram escores significativamente mais altos em todos os domínios específicos do PSQI e TAS-20. Discussão: Os presentes dados concordavam com a literatura, evidenciando pior desempenho de pacientes com FM no impacto da dor, queixas de sono e maior presença de alexitimia. Conclusão: Estudos evidenciaram, além das queixas de dor, a presença de sintomas importantes e frequentemente subdiagnosticados, em pacientes com FM, como queixas relativas ao sono e alexitimia. Um conhecimento mais aprofundado desses distúrbios poderia melhorar a abordagem e o tratamento dos pacientes com FM.

  12. Procedimentos cirúrgicos em pacientes proctológicos selecionados, sob anestesia local: estudo de 150 casos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    HENRIQUES Alexandre Cruz

    2000-01-01

    Full Text Available Experiência no tratamento de 150 pacientes portadores de afecções anorretais e da região sacrococcígea operados sob anestesia local no Hospital de Ensino da Faculdade de Medicina do ABC, São Bernardo do Campo, SP, no período de março de 1995 a março de 1998. Descrevem a técnica anestésica empregada, operações realizadas e a tolerância ao procedimento. A morbidade intra-operatória foi de 10,6% (16 pacientes e a pós-operatória de 6% (9 pacientes. A idade dos pacientes variou entre 15 e 92 anos de idade, com média de 42 anos; 58% eram do sexo masculino e 42% feminino. O tempo médio de cirurgia foi de 45 minutos e o de permanência hospitalar foi de 8 horas. Todos os pacientes foram orientados sobre a técnica anestésica, suas vantagens e desvantagens, e somente após sua aprovação, a cirurgia era programada. Internação hospitalar foi necessária em cinco pacientes (3,3%. Em nenhum caso foi necessário modificar a técnica anestésica. Interrogados, 96,7% dos pacientes afirmaram não sentir dor durante a operação e que repetiriam o procedimento. Conclui-se que o tratamento cirúrgico das afecções orificiais e da região sacrococcígea com anestesia local além de viável e seguro, é bem aceito pelos pacientes.

  13. O efeito em curto prazo do bypass gástrico sobre pacientes obesos diabéticos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aluisio Stoll

    2013-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: estudar o efeito do bypass gástrico sobre a glicemia e o uso de medicação antidiabética em pacientes obesos portadores de diabetes. MÉTODOS: estudo de coorte retrospectivo com 44 pacientes obesos portadores de DM2, provenientes de 469 pacientes submetidos ao bypass gástrico no período de dezembro de 2001 a março de 2009. Os desfechos primários avaliados foram: glicemia em jejum e a necessidade de medicação antidiabética. RESULTADOS: a população foi composta de dez (22,7% homens e 34 (77,3% mulheres, com média de idade de 45,3 (±8,23 anos e índice de massa corporal de 40,9 (±5,03 kg/m². O tempo médio de evolução do DM2 foi 63,6 (±60,9 meses. Dos 40 pacientes que utilizavam medicação para controle do DM2, 20 (50% tiveram sua medicação suspensa na alta hospitalar e 13 (32,5% até nove meses depois. Em uma paciente não foi possível avaliar o uso de medicação, sendo essa a única exclusão. A insulina foi suspensa nos dez (100% pacientes que a utilizavam, sendo seis (60% na alta hospitalar. Houve redução (P<0,05 da glicemia em jejum, em todo o período estudado, em comparação com o valor pré-operatório, e foram atingidos valores inferiores a 100mg/dl no período de sete a nove meses. CONCLUSÃO: Pacientes obesos portadores de DM2, submetidos ao bypass gástrico, apresentaram melhora do controle glicêmico e redução do uso de hipoglicemiantes em curto prazo.

  14. Transtornos de personalidade em pacientes com fobia social Personality disorders in a sample of social phobics

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tito Paes de Barros Neto

    2006-01-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi investigar se outros transtornos de personalidade, além do transtorno de personalidade esquiva, ocorrem entre fóbicos sociais. Vinte e dois pacientes com diagnóstico de fobia social de acordo com os critérios do DSM-III-R foram avaliados através do Inventário Multifásico Minnesota de Personalidade (MMPI, da Entrevista Estruturada para Distúrbios de Personalidade do DSM-III-R (SIDP-R e do Exame do Estado Psíquico (PSE. Catorze pacientes (64% da amostra receberam pelo menos um diagnóstico de transtorno de personalidade - todos estes receberam o diagnóstico de transtorno de personalidade esquiva. Metade dos pacientes que recebeu o diagnóstico de transtornos de personalidade apresentou dois ou mais transtornos de personalidade. O transtorno de personalidade paranóide foi diagnosticado em seis pacientes (27%. Dez pacientes (46%, avaliados através do MMPI, apresentaram escore patológico na escala paranóia (Pa. Outros traços patológicos de personalidade foram observados nas escalas depressão (D, histeria (Hy e introversão-extroversão (Si do MMPI. Idéias de referência não-delirantes (IR do PSE ocorreram em 19 pacientes. O transtorno de personalidade paranóide foi diagnosticado com freqüência maior neste estudo do que na maioria dos estudos realizados com fóbicos sociais. Isso parece ter ocorrido por sobreposição de critérios diagnósticos pouco específicos e também por auto-referência e traços paranóides de personalidade, como hipersensibilidade e preocupação com a opinião alheia.The aim of this study was to investigate if other comorbid personality disorders, other than avoidant personality disorder, occur among social phobics. Twenty-two patients with a social phobia diagnosis according to DSM-III-R criteria were evaluated by using the Minnesota Multiphasic Personality Inventory (MMPI, the Structured Interview for DSM-III-R Personality Disorders (SIDP-R and the Present State

  15. Tétano grave associado a choque séptico em uma paciente idosa internada em unidade de terapia intensiva

    OpenAIRE

    Menegueti,Mayra Gonçalves; Teixeira, Gil Cezar Alkmin; Viana, Jaciara Machado; Basile Filho, Aníbal; Martins Filho, Olindo Assis; Martins, Maria Auxiliadora

    2012-01-01

    Nós relatamos um caso de tétano grave associado a choque séptico em uma paciente de 61 anos admitida na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) após perfurar o pé direito. A paciente apresentou perda de força muscular, paresia em membro inferior direito e disfagia. A paciente evoluiu com espasmos musculares generalizados, dispnéia e insuficiência respiratória. O espasmo intenso levou ao uso prolongado de ventilação mecânica invasiva, sedação e bloqueador neuromuscular. A evolução favorável deste c...

  16. Localized muscle fatigue: review of three experiments Fadiga muscular localizada: revisão de três estudos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    S Kumar

    2006-01-01

    Full Text Available Background: Fatigue considerably affects rehabilitation and ergonomics. Many approaches to this complex phenomenon, ranging from physiological to psychological, have been used to obtain meaningful fatigue measurements. However, none of the methods in the literature measure fatigue directly. It is therefore of considerable interest to determine which indirect methods best represent the state. Method: Fatiguing contraction was measured at maximum voluntary contraction (MVC and 40% MVC in the biceps brachii, quadriceps and erector spinae muscles (three separate experiments. The most-reported objective measurements (contraction force, median electromyographic frequency, heart rate, muscle bed oxygenation and muscle blood volume and subjective measurements (visual analog score, body part discomfort rating and perceived exertion rate were simultaneously recorded. The data from the three experiments underwent separate statistical analysis. Descriptive statistics, linear mixed effects (to examine force fatigue predictability and trend analysis (with between and within-subject correlations were calculated. Results: Univariate ANOVA on all objective variables showed that gender was a significant factor (pContexto: A fadiga afeta consideravelmente a reabilitação e ergonomia. Muitas abordagens a este fenômeno complexo, incluindo fisiológicas e psicológicas, têm sido utilizadas para obter medidas significativas da fadiga. No entanto, nenhum dos métodos descritos na literatura mede diretamente a fadiga. É, portanto de interesse a determinação de quais dos métodos indiretos melhor representa a condição de fadiga. Método: A fadiga por contração foi medida na contração voluntária máxima (CVM e 40% da CVM em músculos bíceps braquial, quadríceps e músculos eretores da coluna (três avaliações independentes. As medidas objetivas mais relatadas (força de contração, freqüência mediana na eletromiografia, freqüência cardíaca, oxigena

  17. Dermatoses em pacientes com AIDS: estudo de 55 casos. Uberlândia, MG, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    GOMIDES MABEL DUARTE ALVES

    2002-01-01

    Full Text Available Foram estudados 55 pacientes com a síndrome da imunodeficiência adquirida (Aids, triados ao serviço de Dermatologia, apresentando doenças cutâneo-mucosas, algumas de caráter oportunista. As dermatoses são freqüentes nestes doentes e, às vezes, de difícil diagnóstico pelo caráter atípico das lesões. OBJETIVOS: Analisar a freqüência e apresentação clínica das dermatoses relacionadas à Aids. MÉTODOS: Cinqüenta e cinco pacientes com Aids e lesões tegumentares foram estudados, de modo transversal, no Serviço de Dermatologia da Universidade Federal de Uberlândia, de 1995 a 1997. Foram realizadas biopsias e culturas diversas para elucidação diagnóstica. RESULTADOS: Foram encontradas 116 dermatoses, com predomínio das fúngicas (78%, seguidas pelas virais (40%, eritêmato-escamosas (27%, pápulo-pruríticas (18%, causadas por drogas (10%, neoplásicas (9% e outras afecções cutâneo-mucosas (7%. A maioria dos pacientes apresentou mais de uma dermatose (67%. CONCLUSÕES: Confirmou-se a maior freqüência de dermatoses fúngicas, seguidas pelas virais, na Aids. Observou-se a necessidade de propedêutica bem elaborada para o diagnóstico preciso das dermatoses, devido à sua apresentação atípica em grande número de doentes. O exame dermatológico e a biopsia das lesões tiveram grande relevância na suspeita do diagnóstico de Aids.

  18. Desenvolvimento de ensaios de corrosão-fadiga para juntas soldadas de aço API 5L X60

    OpenAIRE

    Fabrício Pinheiro dos Santos

    2006-01-01

    Este trabalho tem por objetivo desenvolver um equipamento de ensaios para avaliar a vida de juntas soldadas, provenientes de tubulações para extração de petróleo, submetidas à corrosão-fadiga. Para atingir este objetivo foi estudado em que condições de corrosãofadiga uma tubulação esta exposta em alto mar sendo então definidos os parâmetros mais relevantes para serem reproduzidos em laboratório em corpos de prova menores. Nesta etapa foram definidos quais seriam os parâmetros de ensaio que o ...

  19. Efeito imediato do ortostatismo em pacientes internados na unidade de terapia intensiva de adultos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Melissa Sibinelli

    2012-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar o nível de consciência, efeitos pulmonares e hemodinâmicos em pacientes intensivos durante a posição ortostática. MÉTODOS: Estudo realizado de abril de 2008 a julho de 2009 na unidade de terapia intensiva adulto do HC-UNICAMP. Foram incluídos quinze pacientes que estiveram mecanicamente ventilados por mais de sete dias; traqueostomizados; em nebulização intermitente; pressão inspiratória máxima inferior a -25cmH2O; índice de Tobin inferior a 105; drive ventilatório preservado, ausência de sedativos; pressão parcial de oxigênio arterial maior que 70mmHg; saturação de oxigênio maior que 90% e estabilidade hemodinâmica. Os parâmetros avaliados, nas inclinações de 0º, 30º e 50º, foram o nível de consciência; reflexo de blinking; cirtometria tóraco-abdominal; capacidade vital; volume corrente; volume minuto ; força da musculatura respiratória e sinais vitais. RESULTADOS: Não houve alteração do nível neurológico. A freqüência respiratória (f e V E reduziram-se em 30º com posterior aumento em 50º, no entanto, essas alterações não foram estatisticamente significativas. A cirtometria abdominal e a pressão expiratória máxima apresentaram aumento, novamente sem significância estatística. Em relação à pressão inspiratória máxima e a capacidade vital observou-se aumento estatisticamente significante na comparação entre as angulações 50º e 0º. Já o volume corrente aumentou ao longo do tempo, na comparação entre as angulações 30º e 0º, e entre 50º e 0º. A pressão arterial média sofreu incremento somente na comparação entre 50º e 0º. A freqüência cardíaca elevou-se ao longo do tempo e quando comparada entre 30ºe 0º, 50º e 0º, e 50º e 30º. CONCLUSÃO: O ortostatismo passivo proporcionou melhora do volume corrente, capacidade vital , pressão inspiratória máxima, e aumento da frequência cardíaca e pressão arterial média em pacientes críticos.

  20. Alodinia em pacientes com cefaleia em salvas e migrânea.

    OpenAIRE

    2012-01-01

    A dor é entendida como a manifestação de um dano real ou potencial que ameaça a integridade do indivíduo na dimensão física e na emocional. O seu significado e relevância são dados pela ressonância emocional que aquilata a graduação do sofrimento, em indivíduos diferentes, ou no mesmo em diferentes momentos. Atrelada a essa compreensão subjetiva da dor, existe ainda um fenômeno de sensação de dor causada por estímulos indolores, denominado alodinia, que é bastante prevalente...

  1. Paciente lúpica em programa dialítico com serosite

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Regina Gonçalves Ribeiro

    2009-11-01

    Full Text Available O lúpus eritematoso sistêmico (LES é uma doença do tecido conectivo, de origem autoimune, caracterizada por reação inflamatória em diversos órgãos e sistemas e que evolui intercalando períodos de atividade e remissão. Este relato de caso trata de uma paciente que apresentava lúpus eritematoso sistêmico, nefrite lúpica dialítica e foi admitida no serviço de saúde com volumoso derrame pleural à direita e derrame pericárdico. Mesmo na vigência de colagenose, importante causa de serosites, foi priorizado a exclusão de outros diagnósticos para avaliar a indicação do uso de imunossupressores.

  2. Achados otorrinolaringológicos em um grupo de pacientes com doenças reumatológicas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Reinaldo Jordão Gusmão

    2014-06-01

    Full Text Available Introdução: As manifestações otorrinolaringológicas de doenças reumáticas representam um grande desafio não só ao médico generalista, mas também ao otorrinolaringologista e ao reumatologista. Frequentemente representam manifestações iniciais de uma desordem autoimune que exige um tratamento imunossupressor imediato e agressivo. Sintomas auditivos, nasais, laríngeos e oculares podem ser a primeira manifestação de doenças reumáticas, e sua correta avaliação auxilia o médico a identificar sinais de atividade da doença. O objetivo deste trabalho foi identificar as manifestações otorrinolaringológicas em pacientes com doenças reumáticas em um hospital de alta complexidade, no que se refere a facilitar diagnóstico e tratamento precoces. Métodos: Foram realizadas avaliações clínicas e otorrinolaringológicas completas em pacientes selecionados no ambulatório de reumatologia, no segundo semestre do ano de 2010, de forma padronizada e com utilização de um formulário de preenchimento normatizado. Resultados: No grupo estudado, pacientes com LES apresentaram predominantemente manifestações laríngeas, enquanto pacientes com síndrome de Sjögren apresentaram predomínio das manifestações otológicas (100% dos casos. As alterações de exames audiométricos são encontradas em 53% dos casos portadores de GW, 80% de PR, 33% de LES e 50% de SCS. Quanto às alterações nasais, estas foram encontradas de forma prevalente em todas as patologias, principalmente a síndrome de Churg-Strauss. Discussão e conclusão: Este estudo demonstrou que a maioria dos pacientes em seguimento em nosso serviço apresenta os sinais e sintomas otorrinolaringológicos comumente relacionados em trabalhos prévios sobre doenças reumáticas, porém novos estudos com um número maior de pacientes devem ser feitos para comprovar tais relações.

  3. Excesso de peso em pacientes submetidos ao transplante hepático

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucilene Rezende Anastácio

    2013-12-01

    Full Text Available Esta revisão tem por objetivo descrever a incidência e prevalência de excesso de peso, sobrepeso e obesidade pós-transplante hepático e as consequências associadas a ele. Foi realizada revisão bibliográfica com consulta nas bases Medline/Pubmed, SciELO, EMBASE, LILACS com o cruzamento dos seguintes descritores: transplante hepático; sobrepeso; obesidade; ganho de peso. O excesso de peso é incidente em mais de 60% dos pacientes submetidos ao transplante hepático e as taxas de obesidade ultrapassam 20% já no primeiro ano do pós-operatório, período em que ocorre o maior ganho de peso relativo. Estudos revelaram que entre 60% e 70% dos pacientes submetidos ao transplante de fígado apresentam excesso de peso após o terceiro ano e quase 90% deles com obesidade abdominal. Os fatores associados são os mais variados, dentre os quais se destacam maior idade, história familiar de excesso de peso, excesso de peso anterior à doença hepática, dentre outros. A contribuição da medicação imunossupressora ainda permanece controversa. Dentre as consequências do excesso de peso estão a esteatose hepática, esteatohepatite, diabete melito, hipertensão, dislipidemias, doenças cardiovasculares e morte.

  4. Mecanismos e fatores associados aos sintomas gastrointestinais em pacientes com diabetes melito

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mônica Loureiro Celino Rodrigues

    2012-02-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Apresentar a frequência, os principais fatores causadores dos sintomas gastrointestinais em pacientes portadores do diabetes melito e controvérsias quanto à sua ocorrência em crianças e adolescentes. FONTES DOS DADOS: Revisão não sistemática nas bases de dados MEDLINE/PubMed e SciELO (1983-2011, além de capítulos de livros relevantes. Foram selecionados os artigos mais atuais e representativos do tema. SÍNTESE DOS DADOS: A prevalência do diabetes melito vem aumentando ao longo dos anos em vários países do mundo. No sistema digestório, é conhecida a ocorrência de complicações do diabetes melito, entre elas os sintomas gastrointestinais (náuseas, vômitos, dor abdominal, azia, disfagia, constipação, diarreia e incontinência fecal. A patogênese das alterações das funções gastrointestinais no diabetes melito está ainda sob investigação, e o papel do sistema nervoso entérico e seus neurotransmissores tem ganhado significância. Em decorrência do comprometimento do sistema digestório, com danos ao sistema nervoso entérico, portadores do diabetes melito podem apresentar quadros específicos de distúrbios de motilidade, alguns de grande relevância clínica, como gastroparesia diabética, constipação e diarreia. A disfunção deste sistema contribui para aumentar a morbidade desta doença e piora a qualidade de vida de seus portadores. CONCLUSÕES: O diabetes melito, ao longo dos anos, afeta o sistema digestório. Por ser uma condição que piora a qualidade de vida dos portadores e também pode indicar complicação da doença, deve ser valorizada no acompanhamento e tratamento do paciente com diabetes melito. Na infância e na adolescência, ainda existem poucos estudos que abordam o problema.

  5. Estímulo auditivo motivacional na mudança de estado de humor em pacientes cardiopatas durante exercício aeróbico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    T.R. Felipe

    2017-09-01

    Conclusão: De forma geral, conclui‐se que a utilização de estímulo auditivo motivacional durante o exercício aeróbico foi uma estratégia eficaz na mudança do humor, uma vez que elevou o fator positivo (vigor e reduziu os fatores negativos (tensão, depressão, raiva, fadiga e confusão mental. Baseado na literatura, tal fato pode impactar em maior aderência à prática de atividade física, o que pode significar uma importante estratégia para programas de reabilitação cardíaca.

  6. Dimensionamento de pessoal de enfermagem e grau de dependência do paciente em um hospital universitário

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gislaine Pinn Gil

    2011-09-01

    Full Text Available Os objetivos do estudo foram analisar o dimensionamento de pessoal de enfermagem em hospital universitário comparando-o com o grau de dependência de pacientes atendidos em 1998 e 2008 e comparar o envelhecimento da força de trabalho da enfermagem no mesmo período. Em 2009, realizou-se um estudo comparativo, descritivo, exploratório e retrospectivo por meio de dados secundários referentes às unidades de internação médico-cirúrgicas da instituição envolvida. Os resultados apontaram que o dimensionamento de pessoal de enfermagem permaneceu defasado no decorrer de dez anos; aumento do grau de dependência dos pacientes em relação à enfermagem e envelhecimento funcional e cronológico da força de trabalho em mais da metade da população estudada. Concluiu-se que o quadro de pessoal de enfermagem não acompanhou o aumento da complexidade assistencial demandada pelos pacientes, o que é agravado pela capacidade para o trabalho reduzida dos trabalhadores.

  7. Avaliação do posicionamento da aorta em pacientes com escoliose idiopática do adolescente

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guilherme Augusto Foizer

    2013-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o posicionamento da aorta em pacientes com escoliose. MÉTODOS: Foram realizados exames de imagem em pacientes ambulatoriais com escoliose idiopática do adolescente e em um grupo formado por pacientes hígidos, sendo analisados seis parâmetros: comprimento do corpo vertebral, largura, distância aorta-corpo, diâmetro da aorta, distância aorta-canal e ângulo corpo-aorta. RESULTADOS: As curvas variaram entre T3 e L2 com ângulos de Cobb de 46° e 114°. Pela classificação de Lenke os tipos 1AN e 1BN ocorreram em 20% dos casos, além de 1CN, 3BN, 3C+ com 13,3 % e 1B+, 3C- com 6,7 %. As vértebras próximas ao ápice da curva no grupo escoliose apresentam valores superiores às do grupo controle (em T8 com média de 86,93° no grupo escoliose e média 49,07 no grupo controle (p < 0,0001. CONCLUSÃO: Quanto mais próximo do ápice da deformidade, maior a póstero-lateralização da aorta.

  8. Estudo do esvaziamento gástrico por cintilografia em pacientes com insuficiência renal crônica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eunice Sizue Hirata

    2012-02-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O presente estudo teve como objetivo o esvaziamento gástrico (EG nos pacientes com insuficiência renal crônica (IRC. MATERIAL E MÉTODO: Foram estudados 30 pacientes com IRC, 16 em tratamento clínico conservador (TCC e 14 em hemodiálise (THD há mais de seis meses. O grupo-controle (CTL foi constituído por 18 voluntários assintomáticos. O método de estudo do esvaziamento gástrico (EG foi a cintilografia. A refeição-teste padronizada foi uma omelete de três ovos de galinha preparada com enxofre coloidal marcado com 185 MBq de tecnécio-99 m. Foram estudados as curvas de retenção gástrica e, a partir delas, obtido o T½ do EG. Considerou-se normal o valor de T½ correspondente à média dos valores de T½ do grupo-controle mais duas vezes o desvio-padrão. Os testes estatísticos utilizados foram o de χ² e o de Kruskal Wallis. RESULTADOS: Não houve diferença estatisticamente significativa em relação às curvas de retenção gástrica total e ao T½ de EG, que foi semelhante nos três grupos estudados. Nove pacientes apresentaram T½ de EG elevado, acima de 125 minutos. Estes pacientes estavam igualmente distribuídos entre ambos os sexos e entre os grupos TCC e THD. CONCLUSÕES: Concluiu-se que a taxa de retenção gástrica e o T½ de EG em pacientes com IRC em TCC e THD não difere do grupo de pacientes sadios. A hemodiálise não parece diminuir o risco de retenção gástrica em pacientes com IRC

  9. Tratamento farmacológico e interações medicamentosas em pacientes com aneurisma da aorta abdominal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Heverton Alves Peres

    2015-01-01

    Full Text Available O aneurisma da aorta abdominal (AAA ocorre quando há uma dilatação anormal e irreversível da artéria superior a 50% do calibre esperado para o vaso e associa-se a uma mortalidade de 80 a 90%. O controle dos principais fatores de risco como a hipertensão, dislipidemia, tabagismo e doenças trombóticas em aneurismas pequenos é feito por vários medicamentos que evitam o desenvolvimento e ruptura do aneurisma, no entanto, o uso destes associados a outros medicamentos pode desencadear interações medicamentosas relevantes sendo crucial o conhecimento sobre estas. Atualmente, há poucos dados na literatura sobre o tratamento farmacológico e interações medicamentosas em pacientes com AAA, sendo o objetivo desta revisão, descrever a farmacoterapia e interações medicamentosas em pacientes com AAA.

  10. Perfil dos pacientes com hipertensão arterial incluídos em uma coorte com HIV/AIDS em Pernambuco, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Evanizio Roque de Arruda Júnior

    2010-10-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Hipertensão arterial sistêmica (HAS é fator de risco modificável, cujo controle pode reduzir doença cardiovascular nos pacientes com vírus da imunodeficiência adquirida (HIV. OBJETIVO: Estimar a prevalência de HAS e descrever as características dos pacientes com HAS e pré-hipertensão infectados pelo HIV/AIDS. MÉTODOS: Estudo seccional alinhado a uma coorte de pacientes com HIV/AIDS. Considerou-se hipertensão em níveis > 140/90 mmHg ou uso de anti-hipertensivos e pré-hipertensão em níveis > 120/80 mmHg. RESULTADOS: Dos 958 pacientes, 388 (40,5% eram normotensos, 325 (33,9% pré-hipertensos e 245 (25,6% hipertensos. Desses 245 pacientes, 172 (70,2% sabiam ser hipertensos e 36 (14,8% apresentavam pressão arterial controlada. Tiveram diagnóstico de HAS após o diagnóstico do HIV 62 pacientes (54,4%. Lipodistrofia ocorreu em 95 (46,1% dos pacientes, já sobrepeso/obesidade em 129 (52,7%. Utilização de antirretrovirais ocorreu em 184 (85,9%, 89 (41,6% com inibidores de protease (IP e 95 (44,4% sem IP. Utilizavam antivirais > 24 meses 74,7%. Idade, antecedentes familiares de hipertensão, circunferência abdominal, índice de massa corporal e triglicerídeos foram maiores entre pacientes hipertensos. Tempo de infecção pelo HIV, contagem de linfócitos CD4, carga viral, tempo e tipo de esquema antirretroviral foram semelhantes nos hipertensos e pré-hipertensos. CONCLUSÃO: A elevada frequência de hipertensos não controlados e de riscos cardiovasculares nos infectados pelo HIV apontam a necessidade de medidas preventivas e terapêuticas contra HAS nesse grupo.

  11. Influência de exercícios de relaxamento na prevenção da fadiga neuromuscular do extensor comum dos dedos e primeiro interósseo em utilizadores de computadores

    OpenAIRE

    Guedes, Camila Alexandra Freitas

    2010-01-01

    Dissertação de mestrado em Biocinética do Desenvolvimento, apresentada à Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Fisica da Universidade de Coimbra Introdução: Uma das consequências da automatização e da sociedade de informação tem sido a alteração das profissões. Actualmente, 75% dos postos de trabalho envolvem a utilização com maior ou menor frequência de computadores. No entanto os problemas relacionados com a segurança e saúde dos trabalhadores não reduziram, ao contrário, têm aume...

  12. Risco de fadiga prematura, percepção subjetiva de esforço e estratégia de prova durante uma corrida de 10 km

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Everton Crivoi do CARMO

    2015-06-01

    Full Text Available O objetivo do estudo foi verificar as modificações na estratégia de prova frente às alterações do risco de fadiga prematura e da percepção subjetiva de esforço (PSE em corredores durante uma corrida de 10 km. Participaram do estudo 55 corredores com tempo nos 10 km de 41:39 ± 3:52 min:s. A estratégia de prova e a PSE foram avaliadas a cada quilômetro. O risco de fadiga prematura foi determinado pelo produto entre a PSE e a distância restante de prova e a estratégia de prova foi determinada pela curva da velocidade e distância. A ANOVA de um caminho para medidas repetidas foi utilizada para determinar as diferenças na velocidade, PSE e risco de fadiga a cada quilômetro e entre a velocidade a cada quilômetro e a velocidade média da prova. O coeficiente de correlação de Pearson foi calculado entre a PSE e o risco de fadiga prematura com a velocidade. A velocidade do primeiro quilômetro foi 8,1% maior do que a média (p ≤ 0,001. A velocidade diminuiu gradualmente ao longo da prova, ocorrendo um novo aumento no décimo quilômetro. A PSE aumentou linearmente ao longo da prova e o risco de fadiga diminuiu significantemente após o terceiro quilômetro. Houve forte correlação negativa entre a PSE e a velocidade desenvolvida durante a prova (r = -0,80; p = 0,006. Foi observada uma correlação moderada negativa entre o risco de fadiga prematura e a velocidade (r = -0,57; p = 0,04. Com isso, os achados do presente estudo sugerem que a PSE parece ter importante papel sobre os ajustes da velocidade ao longo da prova, sendo que o aumento da velocidade observado no último quilômetro pode estar associado ao baixo risco de fadiga prematura.

  13. Prevalência de flebites em pacientes adultos internados em hospital universitário

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Angela Elisa Breda Rodrigues de Souza

    2015-01-01

    Full Text Available identificar la prevalencia de flebitis, relacionada con variables demográficas y clínicas, en la terapia intravenosa periférica, en pacientes adultos ingresados en hospital universitario de Paraná, PR, Brasil. Método: investigación observacional, transversal/prospectiva, cuantitativa, realizada en tres unidades del hospital. La recolección de datos se llevó a cabo de octubre de 2012 a agosto de 2013, usándose formulario para extraer variables demográficas y clínicas preestablecidas. Para análisis, se utilizó el cálculo de prevalencia puntual. Resultados: de los 221 accesos venosos analizados, 42 obtuvieron criterios clínicos para definición de flebitis. Hubo prevalencia de flebitis en hombres; grado de evolución 2; punciones venosas situados en la parte posterior de la mano; catéteres de calibre 22G; con tiempo de permanecía de tres días. Conclusión: través de la prevalencia de flebitis bien conocida, acciones de enfermería a la prevención y manejo del evento pueden ser (replaneadas.

  14. Duodenopancreatectomia: avaliação dos resultados em 41 pacientes Pancreaticoduodenectomy: results in 41 patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Carlos Gomes Rocha

    2006-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Apresentar os resultados do Hospital Israel Pinheiro - IPSEMG em 41 duodenopancreatectomias realizadas para neoplasias. MÉTODO: Foram coletados dados referentes a 41 pacientes submetidos a duodenopancreatectomias entre 1997 e 2004. A principal operação realizada foi a Whipple "clássica" sem preservação do piloro. A anastomose pancreático-jejunal foi realizada por meio de sutura ducto-mucosa. Foram analisadas a mortalidade e as complicações pós-operatórias. Para avaliar se havia diferença de resultados com a maior experiência da equipe, o estudo foi dividido em dois períodos de quatro anos cada: 1997 a 2000 e 2001 a 2004. RESULTADOS: As complicações pós-operatórias ocorreram em 58% dos casos e a mortalidade foi de 22%. As principais complicações foram pneumonia e infecção de ferida operatória. Quatro pacientes (10% evoluíram com fistulas pancreáticas, porém obteve-se sucesso com o tratamento conservador em todos os casos. A necessidade de hemotransfusão no peroperatório relacionou-se a um pior prognóstico. Observou-se uma redução das taxas de morbi-mortalidade no período de 2001 a 2004, entretanto sem significância estatística. Os pacientes apresentaram sobrevida global em cinco anos de 35% e de 26% quando considerados apenas aqueles com adenocarcinoma de cabeça de pâncreas. CONCLUSÕES: A duodenopancreatectomia é um procedimento cirúrgico complexo, com elevada morbi-mortalidade. Entretanto, com o aumento da experiência das equipes cirúrgica, anestésica e de medicina intensiva, observa-se uma redução nas taxas de complicação.BACKGROUND: The aim of this study was to present data from 41 patients submitted to pancreaticoduodenectomies at the HGIP - IPSEMG, in Belo Horizonte, MG. METHODS: From 1997 to 2004, 41 patients underwent pancreaticoduodenectomy as treatment for neoplasms. Data regarding the operative procedure were collected prospectively. The main operation was the classical Whipple

  15. Anestesia para cesariana em paciente com síndrome de Guillain-Barré: relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniel Volquind

    2013-08-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A Síndrome de Guillain-Barré durante a gestação é considerada uma CIRURGIA, Cesárea; complicação neurológica rara e o manejo anestésico para a cesariana nessas pacientes ainda não é consenso na literatura. O objetivo deste artigo é relatar o caso de uma paciente gestante portadora da Síndrome de Guillain-Barré submetida à cesariana. RELATO DO CASO: Paciente feminina, 22 anos, com 35 semanas e cinco dias de idade gestacional, da celularidade. A técnica anestésica empregada foi a anestesia geral, induzida com propofol 1,5 mg.kg-1 e mantida com sevofiurano 2% em oxigênio e fentanil 3 µg.kg-1. O procedimento transcorreu sem complicações, tanto para a gestante quanto para o concepto. A paciente obteve alta no décimo dia de internação, após melhora progressiva do quadro neurológico. CONCLUSÕES: A técnica anestésica a ser empregada em gestantes portadoras da Síndrome de Guillain-Barré que necessitam fazer cesariana permanece como escolha do anestesiologista, que deve ser guiado pelo quadro clínico e pelas comorbidades de cada paciente.

  16. Exercício físico em pacientes dialisados Physical exercise in dialyzed patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maycon de Moura Reboredo

    2007-12-01

    Full Text Available Pacientes portadores de doença renal crônica (DRC submetidos a tratamento dialítico apresentam alterações físicas e psicológicas que predispõem ao sedentarismo. Nesta população, a prescrição rotineira de exercícios físicos não é uma prática freqüente, especialmente no nosso país. No entanto, alguns autores têm demonstrado que um programa de exercícios para estes pacientes contribui para o melhor controle da hipertensão arterial, da capacidade funcional, da função cardíaca, da força muscular e, conseqüentemente, da qualidade de vida. Além dos benefícios relacionados ao sistema cardiovascular, a realização do exercício traz benefícios secundários, pois quebra a monotonia do procedimento, melhora aderência e pode aumentar a eficácia da diálise. Na presente revisão, os autores discutem aspectos da realização de exercícios físicos em pacientes portadores de DRC em diálise e apresentam dados iniciais de sua experiência com a aplicação de exercícios supervisionados durante as sessões de hemodiálise.Patients with chronic kidney disease (CKD on dialysis present physical and psychological limitations that induce to a sedentary life stile. The prescription of exercise for this population has not been common, especially in our country. In the last few years though, some authors have shown that exercising for these patients improves hypertension control, cardiac function, muscular strength, functional capacity and, consequently, their quality of life. Besides the benefits related to the cardiovascular system, exercise training during hemodialysis reduces the monotony of the procedure, improves adherence and contributes to the increase of dialysis efficacy. In this review, the authors discuss some aspects of exercise training in patients with CKD on dialysis and present their preliminary data of supervised exercises during hemodialysis sessions.

  17. Necessidade de tomografia computadorizada em pacientes com trauma cranioencefálico de grau leve

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giuliana Ribeiro Lesur

    2015-10-01

    Full Text Available O traumatismo cranioencefálico (TCE é avaliado pela Escala de Coma de Glasgow (ECG e pontuado como grave (3 a 8, moderado (9 a 13 e leve (14 e 15. Geralmente o grau do TCE relaciona-se às lesões diagnosticadas pela Tomografia Computadorizada (TC. Porém, essa correlação nem sempre ocorre no TCE leve, o que torna questionável a necessidade da TC, sendo dispensada ou indicada a partir de critérios de suspeita de lesão. Durante 3 meses, foram avaliados 45 pacientes admitidos na emergência do CHS, a partir de dados das fichas de atendimento, coletados por um formulário elaborado pelos autores, como ECG leve e dados clínicos e pessoais (nome, idade, gênero e indicações da TC, e os laudos. Dos 45 casos, 12 (26,7% tinham EGC 14 e 33 (73,3% ECG 15. Quanto ao gênero, 30 (66,6% eram homens. Quanto ao mecanismo de trauma, encontramos 3 (6,7% atropelamentos, 5 (11,1% eventos envolvendo automóveis, 15 (33,3% envolvendo motocicletas, 19 (42,2% quedas e 3 (6,7% vítimas de agressão. Nas suspeitas de lesões, as indicações de TC foram 31 (68,9% perdas de consciência, 3 (6,7% ECG menor que 15 até 2 horas da admissão, 1 (2,2% suspeita de afundamento de crânio, 7 (15,5% vômitos, 5 (11,1% idade superior a 65 anos, 14 (31,1% amnésia para fatos anteriores ao trauma e 31 (68,9% mecanismos de trauma perigoso. Nos 5 pacientes com lesões intracranianas, sendo 1 (8,3% com ECG 14 e 4 (12,1% com ECG 15, as indicações de TC mais prevalentes foram: perda de consciência em 4 (80% e mecanismo de trauma perigoso em 3 (60%. Conclui-se que pacientes com trauma de crânio leve, que apresentem ao menos um dos sinais ou sintomas de presença de lesão, devem ser submetidos a TC de crânio para avaliar a necessidade de avaliação neurocirúrgica.

  18. Rastreio cognitivo em pacientes com acidente vascular cerebral: um estudo transversal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Amália Torres Souza Gandour Dantas

    2014-07-01

    Full Text Available Objetivo O estudo objetivou-se a fazer um rastreio cognitivo nos pacientes com acidente vascular cerebral (AVC, a fim de determinar pontos de corte de acordo com a idade, escolaridade e grau de comprometimento neurológico. Métodos Foi realizado um estudo transversal no qual participaram 109 pacientes ambulatoriais, sendo 61 homens, com média da idade de 59 anos (± 11, média do tempo de escolaridade de 5 anos (± 4 e do tempo de sequela de 16 meses (± 14. Os pacientes foram avaliados por meio do Miniexame do Estado Mental (MEEM e pela National Institute of Health Stroke Scale. Os dados foram analisados pela regressão linear múltipla (stepwise forward. Resultados Verificou-se que as variáveis grau de comprometimento neurológico, idade e escolaridade contribuíram significativamente para o valor global do MEEM e explicaram a variância do estado cognitivo (R2 ajustado = 0,24. Cada aumento do comprometimento neurológico representou diminuição de 0,456 no escore do MEEM. Quanto maior a idade, ocorreu uma diminuição de 0,202 no MEEM, e à medida que diminui o tempo de escolaridade, houve uma diminuição de 0,190 no MEEM. Os pontos de corte variaram de 14 a 22 de acordo com o grau de comprometimento neurológico, idade e escolaridade. Conclusão Os resultados apontaram que, por meio do rastreio positivo de déficit cognitivo, foram encontrados pontos de corte associados ao comprometimento neurológico, necessitando também serem ajustados pela idade e escolaridade, sugerindo que essas associações sejam preferencialmente levadas em consideração na planificação da reabilitação neuropsicológica dos pacientes com AVC.

  19. Avaliação clínica da cavidade bucal de pacientes internados em unidade de terapia intensiva de um hospital de emergência

    OpenAIRE

    Maristela Kapitski da Cruz; Teresa Márcia Nascimento de Morais; Deny Munari Trevisani

    2014-01-01

    Objetivo: Descrever a condição bucal de pacientes hospitalizados em uma unidade de terapia intensiva. Métodos: A avaliação clínica da cavidade bucal foi realizada em 35 pacientes em dois momentos (até 48 horas após a internação e em 72 horas após a primeira avaliação), e anotada em fichas de coleta de dados. Foram observados: índice de placa, condição ...

  20. Identificação e caracterização molecular das espécies de Leishmania spp. em pacientes com HIV/AIDS em Pernambuco

    OpenAIRE

    SILVA, Elis Dionisio da

    2015-01-01

    A coinfecção Leishmania - HIV/aids é considerada uma doença emergente, devido à sobreposição geográfica das duas infecções em várias regiões no mundo. Tem sido observado em pacientes coinfectados uma diversidade clínica importante, pobre eficácia aos tratamentos leishmanicidas convencionais, além da dificuldade de um diagnóstico preciso. O objetivo desse estudo foi avaliar o uso da PCR-RFLP para identificação das espécies de Leishmania em pacientes com HIV/aids, fornecendo dados que auxiliem ...

  1. Impacto da hipertensão arterial no remodelamento ventricular, em pacientes com estenose aórtica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Carlos Hueb

    2011-09-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A hipertrofia ventricular esquerda (HVE é comum em pacientes com hipertensão arterial sistêmica (HAS e estenose aórtica (EAo e, com certa frequência, encontramos associação entre estas patologias. Mas, em tal situação, não está clara a importância de cada uma na HVE. OBJETIVO: 1 - Avaliar em pacientes portadores de EAo, submetidos previamente a estudo ecocardiográfico, a magnitude da HVE, nos casos de EAo isolada e associada à HAS; 2 - Avaliar o padrão de remodelamento geométrico nas duas situações. MÉTODOS: Estudo retrospectivo, observacional e transversal, incluindo 298 pacientes consecutivos, com EAo ao ecocardiograma. HVE foi considerada para massa miocárdica > 224g em homens e > 162g em mulheres. Os pacientes foram classificados como portadores de EAo leve (gradiente máximo 50,0 mmHg, além disso, foram separados em dois subgrupos: com e sem HAS. RESULTADOS: Nos três níveis de lesão aórtica, a massa ventricular esquerda foi maior na EAo associada à HAS do que na EAo isolada (EAo leve: 172 ± 45 vs 223 ± 73g, p < 0,0001; EAo moderada: 189 ± 77 vs 245 ± 81g, p = 0,0313; EAo grave: 200 ± 62 vs 252 ± 88g, p = 0,0372. Presença de HAS esteve associada a maior risco de HVE (OR = 2,1,IC95%:1,2-3,6; p = 0,012. Pacientes com EAo grave e HAS apresentaram predomínio de hipertrofia concêntrica, quando comparados com aqueles normotensos (p = 0,013. CONCLUSÃO: Em pacientes com EAo, a presença de HAS foi um fator adicional de aumento da massa ventricular esquerda, interferindo também na geometria ventricular.

  2. Prevalência de sinais e sintomas de disfunção craniomandibular em pacientes desdentados totais (com dimensão vertical restabelecida e diminuída) e pacientes dentados naturais

    OpenAIRE

    2005-01-01

    O presente estudo procurou avaliar a prevalênica de sinais e sintomas de Disfunção Craniomandibular (DCMs) em três grupos específicos de pacientes: Grupo A1- Pacientes desdentados totais com a dimensão vertical corretamente estabelecida (constituído por 74 indivíduos); Grupo A2- Pacientes desdentados totais com a dimensão vertical diminuída (constituído por 80 indivíduos); Grupo B- Pacientes dentados com a dimensão vertical preservada (constituído por 61 indivíduos). Os sintomas foram avaliad...

  3. O uso de metformina em pacientes diabéticos com insuficiência renal. É tempo de mudança

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Antonio de Almeida

    2015-03-01

    Full Text Available O Diabetes mellitus tipo 2 (DM2 está entre as principais causas de doença renal crônica (DRC em todo o mundo. Aproximadamente um quarto dos pacientes com DM2 tem DRC [(ritmo de filtração glomerular < 60 mL/min/1,73m² ou creatinina ≥ 1,4 mg/dL (mulheres e ≥ 1,5 mg/dL (homens], aos quais seria contraindicado o uso de metformina pelo “maior risco” de acidose lática. Na realidade, a acidose láctica é uma complicação rara em pacientes com DM2 em uso de metformina (1 caso a cada 25.000 a 30.000 pacientes/ano e não é mais comum em pacientes com DRC, embora o medicamento se acumule nesta condição clínica. Em contrapartida, há evidências de que em diabéticos com doença cardiovascular, o uso da metformina reduz a mortalidade geral e, em particular, nos pacientes com DRC. Esta atualização faz uma revisão da farmacocinética do medicamento, suas indicações preferenciais, benefícios e propõe as doses e as condições de uso da metformina em pacientes com DRC.

  4. Estudo das interações medicamentosas em prescrições de pacientes de uma Clínica-Escola de Fisioterapia

    OpenAIRE

    Jean Charles POPETS; Gustavo Batista ANDRADE; Alessandra STROKA ; Sandro ROSTELATO-FERREIRA

    2016-01-01

    Pacientes portadores de doenças crônicas são, em sua maioria, usuários de uma grande quantidade de medicamentos, o que configura polifarmacoterapia. Estes indivíduos apresentam maior possibilidade de sofrerem efeitos nocivos das interações medicamentosas e isso foi tem sido observado em pacientes de uma Clínica-Escola de Fisioterapia no município de Sorocaba. O objetivo desse trabalho foi investigar evidências de interação medicamentosa em prescrições médicas de pacientes da Clíni...

  5. Ação terapêutica do mebendazole (R 17635 em pacientes poliparasitados: resultados finais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dirceu Wagner Carvalho de Souza

    1973-08-01

    Full Text Available O mebendazole (R 17635 foi testado no tratamento de pacientes, de ambos os sexos, portadores de helmintíases mistas; o grupo selecionado situava-se na faixa etária de 4 a 14 anos, constituindo-se de 140 pacientes necessariamente residentes em comunidades restritas. Cerca de 70% dos pacientes estavam infetados por pelo menos 3 helmintos (os demais pela associação de dois, dentre ancilostomídeos, Ascaris lumbricoides, Enterobius vermicularis, Taenia sp e Trichuris trichiura. O mebendazóle (R 17635 foi administrado em comprimidos de 100 mg, um 30 minutos antes do desjejum e outro 3 horas após o jantar, por 3 dias consecutivos, independentemente do peso corporal. Não foram observadas quaisquer evidências de reações indesejáveis imediatas ou tardias, que pudessem ser atribuídas à droga. O controle de cura foi efetuado mediante as técnicas de Willis e de Hoffman-Pons & Janer, em exames coprológicos realizados 7, 14 e 21 dias contados a partir do último dia do tratamento; nos portadores de teníase e oxiuríase procedeu-se, também, ao método do "anal-swab" durante 7 dias consecutivos, a partir do sétimo dia após o tratamento. Percentual de 100% de cura foi registrado para oxiuríase, tendo sido de 98% na ascaridíase e na triquiuríase e de 94.5% na ancilostomíase. De 9 pacientes com teníase, 8 apresentaram negativação dos exames; entretanto, os Autores insistem na necessidade de maiores estudos a este respeito, quanto aos aspectos técnico e estatístico. Não obstante, consideram demonstrada a real eficácia do mebendazole (R 17635 como droga anti-helmíntica polivalente.Mebendazole (R 17635 was tested in the treatment of mixed helminthiases in 140 male and female patients aged 4 to 14 years. These patients were necessarily treated by physicians visiting their restricted communities. Approximately 70% of the patients were infected by at least three, and the rest by only two, of the following helminths: hookworm, Ascaris

  6. Doenças cerebrovasculares em pacientes entre 15 e 40 anos: achados neuropatológicos em 47 casos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maggio Everton M.

    2001-01-01

    Full Text Available As doenças cerebrovasculares em pacientes entre 15 e 40 anos são pouco estudadas na literatura latino americana, principalmente no que tange aos achados neuropatológicos. Analisamos 47 encéfalos provenientes de necrópsias completas realizadas no período de 1987 a 1997 selecionados com base na faixa etária e alteração neuropatológica básica envolvendo fenômenos vasculares. Destes 47 casos analisados, 26 eram (55,3% do sexo feminino. Quanto à distribuição etária, 12,8% (n=06 acometeram pacientes entre 15 e 20 anos, 51,1% (n=24 entre 21 e 30 anos, 36,2% (n=17 entre 31 e 40 anos. As doenças básicas que culminaram no óbito foram agrupadas, sendo mais frequentes as doenças cardíacas e hematológicas (19,2%, alterações decorrentes de complicações de gestação (12,8%, doenças infecciosas, doenças dos vasos sanguíneos e doenças neurológicas (10,7% entre outras. As alterações neuropatológicas incluíram hérnia cerebral e/ou cerebelar (16%, edema cerebral (13,8%, hemorragia subaracnóidea (10%, infarto cerebral recente (9%, hemorragia intraparequimatosa (8%, encefalopatia hipóxico-isquêmica (3% e eventos menos comuns como a síndrome de Sneddon e vasculite lúpica. Tais achados expressam que os fenômenos cerebrovasculares têm, nesta faixa etária, perfil próprio com estreita relação com a doença de base.

  7. Impacto da terapia de suporte nas alterações otológicas em pacientes com desordem temporomandibular

    OpenAIRE

    UEMOTO,Luciana; Macedo,Miguel Eduardo Guimarães; Alfaya, Thays Almeida; Souza,Fernanda Nunes de; Barcelos,Roberta; Gouvêa, Cresus Vinícius Depes de

    2012-01-01

    JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: As queixas de sintomas otológicos podem estar associadas a quadros de disfunção temporomandibular (DTM). A placa miorrelaxante é uma alternativa de tratamento para a DTM, pois oferece oclusão ideal para o paciente, atuando nos sintomas de dor. Considerando as características conservadoras e reversíveis da terapia de suporte com placa miorrelaxante, o objetivo deste estudo foi avaliar seu impacto na frequência de alterações otológicas em pacientes com DTM. MÉTODO: Re...

  8. Comparacao dos criterios RIFLE, AKIN e KDIGO quanto a capacidade de predicao de mortalidade em pacientes graves

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Talita Machado Levi

    2013-12-01

    Full Text Available Objetivo: A lesão renal aguda é uma complicação comum em pacientes gravemente enfermos, sendo os critérios RIFLE, AKIN e KDIGO utilizados para sua classificação. Esse trabalho teve como objetivo a comparação dos critérios citados quanto à capacidade de predição de mortalidade em pacientes gravemente enfermos. Métodos: Estudo de coorte prospectiva, utilizando como fonte de dados prontuários médicos. Foram incluídos todos os pacientes admitidos na unidade de terapia intensiva. Os critérios de exclusão foram tempo de internamento menor que 24 horas e doença renal crônica dialítica. Os pacientes foram acompanhados até a alta ou óbito Para análise dos dados, foram utilizados os testes t de Student, qui-quadrado, regressão logística multivariada e curva ROC. Resultados: A média de idade foi de 64 anos, com mulheres e afrodescendentes representando maioria. Segundo o RIFLE, a taxa de mortalidade foi de 17,74%, 22,58%, 24,19% e 35,48% para pacientes sem lesão renal aguda e em estágios Risk, Injury e Failure, respectivamente. Quanto ao AKIN, a taxa de mortalidade foi de 17,74%, 29,03%, 12,90% e 40,32% para pacientes sem lesão renal aguda, estágio I, estágio II e estágio III, respectivamente. Considerando o KDIGO 2012, a taxa de mortalidade foi de 17,74%, 29,03%, 11,29% e 41,94% para pacientes sem lesão renal aguda, estágio I, estágio II e estágio III, respectivamente. As três classificações apresentaram resultados de curvas ROC para mortalidade semelhantes. Conclusão: Os critérios RIFLE, AKIN e KDIGO apresentaram-se como boas ferramentas para predição de mortalidade em pacientes graves, não havendo diferença relevante entre os mesmos.

  9. Perfil epidemiológico de pacientes com traumatismo raquimedular atendidos em hospital terciário

    OpenAIRE

    Dionei Freitas Morais; Antonio Ronaldo Spotti; Moysés Isaac Cohen; Sara Eleodoro Mussi; João Simão de Melo Neto; Waldir Antônio Tognola

    2013-01-01

    OBJETIVO: Avaliar o perfil epidemiológico de pacientes com traumatismo raquimedular atendidos em hospital terciário. MÉTODOS: Estudo descritivo, transversal, prospectivo, com 321 pacientes vítimas de traumatismo raquimedular, realizado de janeiro de 2008 a junho de 2012. Foram estudadas as variáveis: sexo; idade; estado civil; profissão; escolaridade; religião; procedência; etiologia, morfologia e região da lesão; condição neurológica pela escala da ASIA e lesões associadas. RESULTADOS: Amost...

  10. OCORRÊNCIA DE DOENÇAS CARDIOVASCULARES E PULMONARES EM PACIENTES COM ARTRITE REUMATÓIDE

    OpenAIRE

    Mirizana Alves-de-Almeida; Benedito Viana Rodrigues; Amanda Souza de Oliveira; Raquel de Almeida Marques; Thais Muratori Holanda; Cymara Pessoa Kuehner; Vilena Figueiredo Xavier

    2012-01-01

    Introdução: A Artrite Reumatóide é uma doença inflamatória crônica e sistêmica e pode apresentar sintomas extra articulares, atingindo outros órgãos. Objetivo: Constatar a ocorrência de doenças cardiovasculares e pulmonares e verificar a presença de fatores de risco em pacientes com artrite reumatóide. Metodologia: Esta é uma pesquisa de campo, documental e transversal, realizada no Hospital Geral César Cals, com 44 portadores de artrite reumatóide. Resultados: Dos 44 pacientes, 40 (91%) eram...

  11. Listeria monocytogenes in renal transplant recipients Listeria monocytogenes em pacientes pós-transplante renal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristina Barroso HOFER

    1999-11-01

    Full Text Available Five cases of Listeria monocytogenes bacteriemia were observed from April to December 1985, among renal transplant recipients from the same hospital in São Paulo, Brazil. The patients were adults (mean age: 40.6 years, and the basic complain was fever, with no report of meningeal syndrome. Laboratory tests revealed the presence of two serovars, 1/2a and 4b, which were classified into three lysotypes. The four strains of serovar 4b showed the same antibiotype, with resistance to cefoxitin, clindamycin, oxacillin and penicillin.No período de abril a dezembro de 1985, foram observados cinco casos de listeriose em transplantados renais num mesmo hospital de São Paulo, SP. Os pacientes eram adultos (média de 40,6 anos tendo como queixa básica a febre. Laboratorialmente, em todos foram reconhecidos Listeria monocytogenes, caracterizada por dois sorovares 1/2a e 4b e três lisotipos distintos. As amostras do sorovar 4b apresentaram o mesmo antibiotipo: resistentes à cefoxitina, clindamicina, oxacilina e penicilina.

  12. Efeitos da suplementação aguda de aspartato de arginina na fadiga muscular em voluntários treinados Efectos de la suplementación aguda de aspartato de arginina en la fatiga muscular en voluntarios entrenados Effects of the acute arginine aspartate supplement on the muscular fatigue in trained volunteers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Pombo Sales

    2005-12-01

    Full Text Available A atividade física influi em mecanismos específicos responsáveis pela redução da produção de força e conseqüentemente à fadiga. A preocupação em melhorar o desempenho físico tem sido propostos; observamos que estudos dão atenção para reduzir acúmulos dos metabólitos que diminuem a fadiga durante o exercício físico intenso, usando aminoácidos conhecidos por induzir mudanças metabólicas, entre eles a arginina. O presente estudo teve como objetivo estudar o efeito da suplementação aguda de aspartato de arginina em indivíduos sadios treinados submetidos a um protocolo de exaustão em um cicloergômetro. Foram utilizados 12 indivíduos treinados do sexo masculino, idade de 22,6 ± 3,5 anos. Realizaram três testes 90 minutos após a administração em dose única do aspartato de arginina ou solução placebo, em um cicloergômetro, em que incrementos de cargas foram adicionados até a exaustão. Amostras sanguíneas foram obtidas para análises bioquímicas como: creatinina, uréia, glicose e lactato. Diferenças estatísticas não foram encontradas ao comparar os valores de Freqüência Cardíaca Máxima, Tempo Máximo e Carga Máxima e também ao comparar os resultados anteriores e posteriores ao teste para uréia, creatinina e glicose. As concentrações de lactato (mmol/l apresentaram diferença estatística ao comparar os valores pré-teste (Controle: 2,2 ± 0,14; Arginina: 2,43 ± 0,23; Placebo: 2,26 ± 0,11 com valores pós-teste (Controle 10,35 ± 0,57; Arginina: 12,07 ± 0,88; Placebo: 12,2 ± 0,96, p La actividad física influencia los mecanismos específicos responsables por la reducción de la producción de fuerza y por consiguiente a la fatiga. La preocupación por mejorar la acción física se ha propuesto constantemente; nosotros hemos observamos que los estudios prestan la atención para reducir acumulaciones del metabólitos que reducen la fatiga durante el intenso ejercicio físico, mientras se usan los

  13. Treinamento muscular respiratório em pacientes em desmame da ventilação mecânica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda dos Santos Pascotini

    2014-04-01

    Full Text Available Introdução: A fraqueza da musculatura respiratória é uma das principais causas da dificuldade e/ou insucesso no desmame. Para minimizar os efeitos da ventilação mecânica (VM prolongada, os fisioterapeutas utilizam o treinamento muscular respiratório, sendo o Threshold IMT® o método mais utilizado. Objetivo: Avaliar a eficácia do treinamento muscular respiratório com o uso do aparelho Threshold IMT®, sobre parâmetros respiratórios de pacientes em desmame da VM. Métodos: Os pacientes foram distribuídos aleatoriamente em grupo controle e grupo experimental (GI e GII. Foram avaliados no primeiro dia do início do desmame quanto à força muscular respiratória: Pressão inspiratória máxima/Pressão Expiratória Máxima (PImáx/PEmáx, volume corrente (VC, frequência respiratória (FR e cardíaca (FC. Diariamente, durante sete dias, o GI recebeu três sessões de fisioterapia convencional e o GII realizou, adicionalmente, treinamento muscular respiratório (TMR com o Threshold IMT®, uma vez ao dia, no período da tarde, conectado à traqueostomia, sendo três séries de dez repetições com carga de 20% da PImáx. Os dados foram tratados estatisticamente, adotando-se o nível de significância α=0,05. Resultados: Observou-se aumento (p=0,02 na FR e redução da PImáx (p=0,04 no GI, demonstrando aumento do trabalho respiratório e perda de força muscular entre o primeiro e sétimo dia de desmame. No GII, as variáveis não sofreram alterações significativas, observando-se a manutenção da função respiratória. Conclusão: Sendo assim, o TMR foi benéfico, garantindo a manutenção dos parâmetros respiratórios, podendo ser um aliado para o desmame.

  14. Níveis de zinco sérico em pacientes internados com depressão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Camila Saueressig

    Full Text Available RESUMO Objetivo Comparar pacientes internados com depressão e com transtorno de humor bipolar em episódio depressivo quanto aos níveis séricos de zinco. Métodos Foram incluídos 46 pacientes com idade igual ou superior a 19 anos, de ambos os sexos, internados em Unidade de Internação Psiquiátrica de um hospital universitário do sul do Brasil. Os participantes foram divididos em dois grupos: Grupo Depressão (Grupo D e Grupo com Transtorno de Humor Bipolar em episódio depressivo (Grupo THB. A análise do zinco sérico foi realizada por meio de espectrofotometria de absorção atômica. Como valores de referência para normalidade, foram adotados níveis de zinco sérico acima de 59 µg/dL para mulheres e acima de 61 µg/dL para homens. Resultados Os níveis de zinco sérico estavam dentro do padrão de normalidade em 95,7% dos pacientes. A mediana de zinco no Grupo D foi de 88,5 µg/dL e de 81,5 µg/dL no Grupo THB, porém essa diferença não foi estatisticamente significativa. O Grupo THB apresentou valores maiores de índice de massa corporal (IMC, LDL colesterol e mais internações psiquiátricas prévias. Conclusão Os resultados encontrados no presente estudo mostram que os níveis de zinco sérico em pacientes em uso de antidepressivos e outras medicações psiquiátricas, internados por THB em episódio depressivo, quando comparados a pacientes com depressão, não diferiram e estavam dentro da faixa de normalidade. O uso dessas medicações pode ter influência nas concentrações séricas do mineral.

  15. Pressão expiratória final positiva aumenta o estiramento em pacientes com LPA/SDRA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guillermo Bugedo

    2012-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos da pressão expiratória final positiva no estiramento, recrutamento e recrutamento e desrecrutamento cíclico avaliados por tomografia computadorizada pulmonar em pacientes com lesão pulmonar aguda/síndrome do desconforto respiratório agudo. MÉTODOS: Trata-se de um estudo aberto, controlado, não randomizado, de intervenção, em pacientes com lesão pulmonar aguda/síndrome do desconforto respiratório agudo. Foram realizados cortes simples de tomografia computadorizada durante pausas inspiratórias e expiratórias com um volume corrente de 6 ml/kg e níveis de pressão expiratória final positiva de 5, 10, 15 e 20 cmH2O. Medimos as densidades do parênquima pulmonar em unidades Hounsfield e calculamos o recrutamento, recrutamento e desrecrutamento cíclico induzidos pela pressão expiratória final positiva, assim como o estiramento. RESULTADOS: O aumento dos níveis de pressão expiratória final positiva aumenta de forma consistente o recrutamento e o estiramento globais (p<0,01, o que se correlacionou de forma significante com a pressão de platô (r²=0,97; p<0,01. O aumento dos níveis de pressão expiratória final positiva aumentou sistematicamente a distensão alveolar em todo o eixo esternovertebral. CONCLUSÃO: A distensão alveolar é um efeito adverso da pressão expiratória final positiva que deve ser ponderado em qualquer paciente em relação ao seus potenciais benefícios no recrutamento. Em razão do número reduzido de pacientes, estes dados devem ser considerados como geradores de hipótese e não limitar a aplicação de valores elevados de pressão expiratória final positiva em pacientes com hipoxemia grave.

  16. Avaliação da reação de mitsuda em pacientes virchovianos inativos antes e após imunoterapia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Sueli Parreira de Arruda

    1995-09-01

    Full Text Available Neste estudo investigou-se o potencial imunomodulador do levamisole e da mistura BCG/Mycobacterium leprae em pacientes virchovianos inativos, utilizando como parâmetro a reação de Mitsuda. Vinte pacientes, classificados como Mitsuda histologicamente negativos há 10 anos, foram divididos em três grupos: cinco pacientes que foram somente reavaliados frente a mitsudina: oito pacientes que receberam levamisole e, sete que receberam a mistura de BCG vivo mais M. leprae morto. Os resultados mostraram que: 1 o levamisole não alterou a reatividade à mitsudina em nenhum dos casos estudados; 2 as modificações da reatividade verificadas com o uso da mistura (tres casos ou aquelas que ocorreram espontaneamente (tres casos foram sempre de pequena amplitude e refletiram variações próprias de pacientes com algum grau de resistência ao Mycobacterium leprae.

  17. Alternativas de tratamento para pacientes pediátricos em ventilação mecânica crônica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Milton Hanashiro

    2011-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Determinar o impacto da transferência de uma população pediátrica para unidades de dependentes de ventilação mecânica (UDVMs ou para ventilação mecânica domiciliar (VMD na disponibilidade de leitos na unidade de terapia intensiva (UTI pediátrica. MÉTODOS: Estudo longitudinal retrospectivo de crianças hospitalizadas que necessitavam de VM prolongada na UDVM do Hospital Auxiliar de Suzano, um hospital público secundário do estado de São Paulo. Calculamos o número de dias que os pacientes passaram na UDVM e em VMD e analisamos sua sobrevida com o estimador Kaplan-Meier. RESULTADOS: Quarenta e um pacientes foram admitidos na UDVM em 7,3 anos. A mediana do tempo de internação na unidade foi de 239 dias (amplitude interquartil = 102-479. Desses pacientes, 22 vieram da UTI pediátrica, onde a transferência disponibilizou 8.643 leitos-dia (uma média de 14 novos pacientes por mês. A VMD de oito pacientes disponibilizou 4.022 leitos-dia no hospital em 4 anos (uma média de 12 novos pacientes por mês na UTI. A taxa de sobrevida dos pacientes em casa não foi significativamente diferente daquela verificada nos pacientes hospitalizados. CONCLUSÕES: Uma unidade hospitalar para dependentes de ventilação mecânica e a VMD podem melhorar a disponibilidade de leitos em UTIs. A taxa de sobrevida dos pacientes que recebem VMD não apresentou diferenças significativas em relação à dos pacientes que permanecem hospitalizados.

  18. Depressive symptoms in rheumatoid arthritis Sintomas depressivos em pacientes com artrite reumatoide

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucas Francisco Botequio Mella

    2010-09-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To determine the prevalence of depressive and anxiety symptoms in patients with rheumatoid arthritis (a chronic inflammatory disease in comparison to a control group with osteoarthritis (a chronic non-inflammatory degenerative disease and to identify the sociodemographic and clinical variables associated with depressive symptoms in these patients. METHOD: Sixty-two rheumatoid arthritis patients and 60 osteoarthritis patients participated in the study. Sociodemographic and clinical data were collected and the Hospital Anxiety and Depression Scale and the Disability Index of the Health Assessment Questionnaire were applied. RESULTS: The prevalence of depressive symptoms was of 53.2% in rheumatoid arthritis and 28.3% in osteoarthritis (p = 0.005. The prevalence of anxiety symptoms was of 48.4% in rheumatoid arthritis and 50.0% in osteoarthritis (p = 0.859. The mean (and standard deviation scores in the Disability Index of the Health Assessment Questionnaire were 1.4 (0.8 in rheumatoid arthritis and 1.4 (0.6 in osteoarthritis (p = 0.864. Rheumatoid arthritis patients with depressive symptoms had lower education and higher disease activity and functional disability. CONCLUSION: Although these two rheumatic diseases are similar in terms of the pain and functional disability that they cause, a significantly higher prevalence of depressive symptoms was found in rheumatoid arthritis patients. This difference might be explained by the hypothesis of a neuroimmunobiological mechanism related to cytokines in inflammatory diseases, which has been considered as a candidate to the development of depressive symptoms.OBJETIVO: Determinar a prevalência de sintomas depressivos e ansiosos na artrite reumatóide (doença inflamatória crônica em comparação com um grupo controle com osteoartrite (doença crônico-degenerativa não inflamatória. Identificar variáveis sociodemográficas e clínicas associadas a sintomas depressivos nesses pacientes. M

  19. Análise da citocina IL-1ß e do polimorfismo do gene IL-1B + 3954 em pacientes com implantes osseointegrados

    OpenAIRE

    Melo, Rafaela Fernanda

    2006-01-01

    O objetivo deste estudo foi avaliar a concentração de interleucina-1 ß (IL-1ß) e o polimorfismo na posição +3954 do gene IL-1B em pacientes com a prótese sobre implante, em função, a pelo menos um ano. Vinte e cinco implantes, clinicamente satisfatórios, foram avaliados, em vinte pacientes saudáveis, sendo doze do gênero feminino e oito masculino. Exame clínico completo foi feito em todos os implantes e em um dente em condição de saúde de cada paciente. Amostra do sítio com maior profundidade...

  20. Hipnose em pacientes oncológicos: um estudo psicossomático em pacientes com câncer de próstata Hipnosis en pacientes oncológicos: un estudio psicosomático en pacientes con cáncer de próstata Hypnosis in oncological patients: a psychossomatic study on prostate cancer patients

    OpenAIRE

    Licia Ferreira Caire

    2012-01-01

    A presente pesquisa tem como objetivo interpretar e compreender o impacto das ressignificações vivenciais experienciadas em estado hipnótico por pacientes com câncer de próstata sobre a autopercepção de saúde, crença no tratamento e capacidade de prospectar o futuro. Foram acompanhados 12 sujeitos durante 5 sessões de 1 hora de hipnoterapia escalonadas semanalmente. Os instrumentos consistiram em entrevistas individuais, intervenções hipnóticas e registros das entrevistas. Foi eleita a Técnic...

  1. Preditores de internação hospitalar em pacientes com síncope atendidos em hospital cardiológico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo Marques Fischer

    2013-12-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: No atendimento ao episódio sincopal é necessário estratificar o risco para melhor diferenciar pacientes que necessitam de internação hospitalar daqueles que podem ser liberados. Os critérios utilizados pelos médicos avaliadores desses pacientes em emergências cardiológicas em nosso meio são desconhecidos. OBJETIVOS: Analisar quais os critérios adotados para internação hospitalar, diferenciá-los dos utilizados nos pacientes liberados e compará-los com os preditores de alto risco definidos pelo escore de OESIL já validado para esse fim. MÉTODOS: Estudo transversal em pacientes diagnosticados com síncope na emergência em nossa instituição no ano de 2011. RESULTADOS: Dos 46.476 atendimentos realizados naquele ano, 216 foram descritos como síncope. Dos 216 pacientes analisados, 39% foram internados, sendo que as principais variáveis associadas à admissão foram síncope prévia, doença cardíaca conhecida, história negativa para acidente vascular encefálico no passado, ECG alterado e possuir plano de súde. Na comparação internação contra não internação, os escores OESIL 0-1 foram associados a maior chance de liberação hospitalar; os escores 2-3 apresentaram maior associação com internação. Um escore OESIL >2 demonstrou razão de chances 7,8 vezes maior de internação comparado com o escore 0 (p < 0,001; IC95%: 4,03-15,11. Aproximadamente 39% dos pacientes não tiveram definição etiológica e em 18% foi identificada uma causa cardiológica. CONCLUSÕES: Fatores como doença cardiovascular conhecida, história sincopal prévia, ausência de AVC prévio, possuir seguro de saúde e eletrocardiograma alterado foram os critérios utilizados pelos médicos em emergência para indicar internação hospitalar. Houve boa correlação entre os critérios clínicos e os critérios de risco do OESIL descritos na literatura.

  2. Efeitos dos tratamentos fisioterapêutico e odontológico em pacientes com disfunção temporomandibular

    OpenAIRE

    Torres,Flavia; Campos,Ludmila Guterres; Fillipini,Helena Fetter; Weigert,Karen Loureiro; Vecchia,Giovana Formolo Dalla

    2012-01-01

    OBJETIVOS: Verificar os efeitos dos tratamentos odontológico e fisioterapêutico na redução da dor em pacientes com disfunção temporomandibular (DTM). MATERIAIS E MÉTODOS: A amostra foi composta por dez pacientes (idade média de 34,3 anos) com DTM. Foram utilizados como instrumentos de coleta de dados o índice clínico de severidade para DTM, a escala visual analógica de dor (EVA) e a versão brasileira do Questionário McGill de Dor (Br-MPQ). Cinco pacientes realizaram o tratamento fisioterapêut...

  3. Doença celíaca é super-representada em pacientes com constipação

    OpenAIRE

    Pelleboer,Rolf A. A.; Janssen,Rob L. H.; Deckers-Kocken,Judith M.; Edward Wouters; Nissen,Annemieke C.; Bolz,Werner E. A.; Walther E. Tjon A. Ten; Cathelijne van der Feen; Oosterhuis,Koen J.; Mechelien H. Rövekamp; Nikkels, Peter G J; Houwen, Roderick H. J.

    2012-01-01

    OBJETIVO: Tem sido sugerido que pacientes com constipação sejam triados para doença celíaca. Da mesma forma, recomenda-se a investigação desses pacientes para hipotiroidismo e hipercalcemia. Contudo, nenhuma evidência para essas recomendações está disponível até o momento. Assim, propusemos-nos determinar a prevalência de doença celíaca, hipotiroidismo e hipercalcemia em crianças com constipação. MÉTODOS: Estudo de coorte prospectivo com 370 pacientes consecutivos que preencheram os critérios...

  4. Sedação com sufentanil e clonidina em pacientes submetidos a cateterismo cardíaco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anita Perpetua Carvalho Rocha

    2011-03-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A sedação para a realização de cateterismo cardíaco tem sido alvo de preocupação. Benzodiazepínicos, agonistas alfa-2 adrenérgicos e opioides são utilizados para esse fim, entretanto, cada um destes medicamentos possui vantagens e desvantagens. OBJETIVO: Avaliar a eficácia do sufentanil e da clonidina como sedativos em pacientes submetidos a cateterismo cardíaco, observando o impacto dos mesmos sobre os parâmetros hemodinâmicos e respiratórios, a presença de efeitos colaterais, além da satisfação do paciente e do hemodinamicista com o exame. MÉTODOS: Trata-se de um ensaio clínico prospectivo, duplo-cego, randomizado e controlado, que envolveu 60 pacientes que receberam 0,1 µg/kg de sufentanil ou 0,5 µg/kg de clonidina antes da realização do cateterismo cardíaco. O escore de sedação segundo a escala de Ramsay, a necessidade de utilização de midazolam, os efeitos colaterais, os parâmetros hemodinâmicos e respiratórios foram registrados, sendo os dados analisados em 06 diferentes momentos. RESULTADOS: O comportamento da pressão arterial, da frequência cardíaca e da frequência respiratória foi semelhante nos dois grupos, entretanto, no momento 2, os pacientes do grupo sufentanil (Grupo S apresentaram menor escore de sedação segundo a escala de Ramsay, e a saturação periférica da oxihemoglobina foi menor que o grupo clonidina (Grupo C no momento 6. Os pacientes do Grupo S apresentaram maior incidência de náusea e vômito pós-operatório que os pacientes do Grupo C. A satisfação dos pacientes foi maior no grupo clonidina. Os hemodinamicistas mostraram-se satisfeitos nos dois grupos. CONCLUSÃO: O sufentanil e a clonidina foram efetivos como sedativos em pacientes submetidos a cateterismo cardíaco.

  5. Estudo do diagnóstico de enfermagem fadiga em gestantes atendidas numa unidade básica de atenção à saúde Estudio del diagnóstico de enfermería fatiga en gestantes atendidas en una unidad básica de atencíon a la salud Study of nursing diagnosis fatigue among pregnant women from a primary care unit

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Viviane Moreira Alves

    2006-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar o diagnóstico de enfermagem Fadiga em gestantes. MÉTODOS: Estudo transversal com 66 gestantes. Os dados foram coletados através de um roteiro estruturado de entrevista e exame físico. Para a análise foram geradas estatísticas descritivas com a freqüência absoluta e percentual e aplicados testes de associação. RESULTADOS: Do total, 72,7% apresentaram o diagnóstico de enfermagem Fadiga. As características definidoras mais citadas foram: Aumento das queixas físicas (78,8%, Sonolência Ambiente barulhento (66,7% e Cansaço (65,2%, e os fatores relacionados que estiveram mais presentes na amostra foram Estilo de vida enfadonho (54,5%, Ansiedade (45,5% e Anemia (40,9%. CONCLUSÃO: O diagnóstico Fadiga apresenta determinadas características e fatores relacionados importantes, que devem ser foco da atenção por parte dos enfermeiros.OBJETIVO: Analizar el diagnóstico de enfermería Fatiga en gestantes. MÉTODOS: Estudio transversal realizado con 66 gestantes. Los datos fueron recolectados a través de una guía estructurada de entrevista y examen físico. Para el análisis se generaron estadísticas descriptivas con la frecuencia absoluta y porcentual y se aplicaron pruebas de asociación. RESULTADOS: Del total, 72,7% presentaron el diagnóstico de enfermería Fatiga. Las características definidoras más citadas fueron: Aumento de las quejas físicas (78,8%, Somnolencia, ambiente bullicioso (66,7% y Cansancio (65,2%, y los factores relacionados que estuvieron más presentes en la muestra fueron Estilo de vida aburrido (54,5%, Ansiedad (45,5% y Anemia (40,9%. CONCLUSIÓN: El diagnóstico Fatiga presenta determinadas características y factores relacionados importantes, que deben ser foco de atención de los enfermeros.AIM: To analyze the nursing diagnosis "fatigue" in pregnant women. METHODS: A cross-sectional descriptive design was used to conduct this study. Data were collected from 66 pregnant women using structured

  6. Estado nutricional, hiperglicemia, nutrição precoce e mortalidade de pacientes internados em uma unidade de terapia intensiva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marília Coelho Silva Lucas

    2012-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Tendo em vista que pacientes internados em unidade de terapia ­intensiva estão em risco nutricional, e que a terapia nutricional nem sempre é iniciada no momento adequado, o objetivo deste estudo foi associar o estado nutricional, a nutrição precoce e a hiperglicemia com a mortalidade de pacientes internados em unidade de terapia intensiva. MÉTODOS: Trata-se de um estudo de coorte histórica com utilização de banco de dados secundários de 453 pacientes que, após permanecerem durante um período mínimo de 48 horas na unidade de terapia intensiva, foram acompanhados até o 8º dia de internação. O estado nutricional foi classificado de acordo com índice de massa corporal. Considerou-se nutrição precoce a oferta de energia nas primeiras 48 horas de internação, independentemente da via. A glicemia foi monitorada com glicosímetro. RESULTADOS: A maioria dos pacientes era do gênero masculino (54,2% e quase a metade apresentava excesso de peso (48,4%. Ao final das primeiras 48 horas, 69,4% dos pacientes já estavam sendo alimentados, e apenas 13,5% ainda apresentavam hiperglicemia. Os pacientes que receberam terapia nutricional precoce apresentaram menor risco de mortalidade (p=0,002, independentemente de possuir outros fatores associados com a mortalidade. CONCLUSÕES: A associação significativa entre a terapia nutricional precoce e a sobrevivência ressalta a importância da nutrição para pacientes graves. A baixa frequência de hiperglicemia pode ser um indicador da adequada prescrição da terapia nutricional e aplicação do protocolo de insulina na unidade de terapia intensiva da instituição.

  7. Infecção hospitalar em pacientes cirúrgicos de Hospital Universitário

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Medeiros Aldo da Cunha

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar fatores intercorrentes e a incidência da infecção em pacientes operados no Hospital Universitário da UFRN. MÉTODOS: Foram estudados, através de protocolo previamente estabelecido, 3.120 pacientes internados que se submeteram a procedimentos cirúrgicos no período de janeiro de 1999 a outubro de 2002. RESULTADOS: O índice de infecção hospitalar foi de 5,9%, e a topografia de maior incidência foi a ferida operatória (3,7%. Infecção respiratória ocorreu em 1,2%, urinária em 0,6% e bacteremia em 0,1%. O índice de infecção comunitária foi de 9,2%, predominando infecção urinária (5% e respiratória (2,1%. Quanto ao grau de contaminação das feridas operatórias, as feridas limpas (1479 apresentaram infecção em 2,9%, as feridas limpas-contaminadas (1277 em 6,0% dos casos, as feridas contaminadas (270 em 15,1%, e as ferida infectadas (94 resultaram em infecção em 30,75% dos casos. CONCLUSÃO: Concluiu-se que a incidência de infecção cirúrgica foi compatível com os índices na literatura mundial. A partir desses dados, ratifica-se a importância de medidas de controle de infecção hospitalar de forma sistemática, como vem sendo realizado no hospital onde o estudo foi realizado.

  8. Analgesia regional periférica com lidocaína em paciente queimado: relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Geier Karl Otto

    2004-01-01

    Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A realização de anestesia regional em pacientes queimados é dificultosa pela localização aleatória das lesões térmicas. Elevadas taxas de alfa1 glicoproteína ácida com grande afinidade para drogas alcalinas, especialmente a lidocaína, têm sido observadas nesses pacientes. Este caso relata como o uso intermitente de anestesia e analgesia regional periférica com altas doses de lidocaína podem ser úteis em fornecer efetiva analgesia num paciente com queimaduras de segundo grau nos quatro membros, abrangendo, aproximadamente, 20% de área superficial queimada. RELATO DO CASO: Paciente do sexo masculino, 23 anos, 86 kg, estado físico ASA II, com queimadura superficial da face, segundo grau nos quatro membros e elevada taxa sérica de alfa1 glicoproteína ácida (260 mg.dl-1, teve sua dor controlada com 11,6 mg.kg-1 de lidocaína com adrenalina 1:400.000 administrada por cateteres introduzidos e tunelizados para diversos procedimentos - irrigações e troca de curativos, desbridamentos, fisioterapia, enxertos cutâneos e analgesia diária durante 28 dias. CONCLUSÕES: Em pacientes queimados com injúrias térmicas localizadas nas extremidades, a analgesia regional periférica pode ser útil. As elevadas taxas séricas de alfa1 glicoproteína ácida e o local da injeção podem permitir o emprego de altas doses de lidocaína.

  9. Corticotrofina e cortiomdes em neurologia: avaliação critica dos resultados em 518 pacientes hospitalizados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    J. Lamartine de Assis

    1968-12-01

    Full Text Available Com base no tratamento pela corticotrofina e corticóides de 518 pacientes internados no período de 1952 e 1967, os autores fazem a avaliação crítica dos resultados dessa terapêutica em diversas afecções do sistema nervoso. São as seguintes as afecções estudadas: moléstias desmielinizantes, polirradiculoneurite ,coréia aguda, mielose funicular, hipsarritmia, miastenia grave, polimiosite, neurotuberculose e neurocisticercose. Os medicamentos empregados foram o ACTH ou corticotrofina pelas vias venosa ou intramuscular, e a cortisona e derivados pelas vias oral ou parenteral. O uso de derivados da cortisona, especialmente o acetato de metilprednisolona, pela via intratecal constituirá objeto de outro estudo. Os resultados do tratamento hormonal foram analisados sob os aspectos curativo e preventivo. Neste último aspecto a análise se restringiu à prevenção de seqüelas nos casos de neurotuberculose e neurocisticercose. A avaliação dos efeitos terapêuticos obedeceu a critério clínico e, quando necessário, ficou subordinada ao estudo evolutivo dos exames complementares. Foram referidos apenas os resultados imediatos, observados pela condição de alta dos pacientes. Desse estudo os autores concluem: 1. A corticotrofina e/ou corticóides são empregados com resultados favoráveis no tratamento de diversas moléstias do sistema nervoso, tanto como terapêutica curativa como preventiva. 2. Os resultados em geral são de avaliação difícil e estão na dependência da natureza e caráter evolutivo da afecção e da época em que o tratamento é instituído relativamente ao início da sintomatologia. 3. Em relação ao tratamento curativo, as afecções agudas de natureza imunalérgica ou os surtos das neuropatías de evolução cíclica e as suscetíveis de agravação progressiva com manifestações paroxísticas foram as que melhor responderam à terapêutica hormonal. Certas moléstias que costumam evoluir com fases de agrava

  10. O estudo da prova calórica em pacientes idoso The study of caloric testing in senior patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Débora Cristina de Oliveira Bezerra

    2008-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: realizar o estudo da prova calórica em pacientes idosos com queixa de tontura, acompanhada ou não de zumbido com finalidade de traçar um perfil dos idosos quanto os sintomas vestibulares. MÉTODOS: fizeram parte da amostra 143 pacientes, com faixa etária variando de 60 a 90 anos de idade; todos realizaram o exame otoneurológico. Foram excluídos pacientes idosos com queixa de desequilíbrio e aqueles que apresentaram a queixa de zumbido desacompanhado da tontura. RESULTADOS: o estudo demonstrou que a normorreflexia, em valores absolutos, encontra-se entre 82,3% a 91,2% e os valores relativos são de 93%. Referente aos dados colhidos na anamnese, o que chamou a atenção, foi que do total de pacientes analisados, encontrou-se a tontura acompanhada de zumbido em 69% dos casos e o elevado uso de medicação em pacientes nesta faixa etária. CONCLUSÃO: na população estudada houve um predomínio da tontura acompanhada de zumbido. Em relação à prova calórica, o trabalho demonstrou a alta prevalência de pacientes com valores absolutos e relativos normais.PURPOSE: to accomplish the study of caloric testing in senior patients with dizziness, accompanied or not of with buzzing. METHODS: 143 patients were analyzed with age varying from 60 to 90 years; all of them did an otoneurologic evaluation. Senior patients with unbalance complaints and with buzzing unaccompanied with dizziness were excluded from this study. RESULTS: 82.3% to 91.2% of the patients obtained normoreflexia in absolute values and over 93% obtained normal results in relative values. Referring to the data obtained in the anamnesis, what got attention was 69% of dizziness accompanied with buzzing. And the high medication of the patients in this age group. CONCLUSION: there was a prevalence of dizziness accompanied with buzzing in the studied population. Concerning the caloric testing, the study demonstrated the high prevalence of patients with normal absolute and

  11. Aspectos clínicos e epidemiológicos de pacientes queimados internados em um Hospital de Ensino

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Samanta Flor Montes

    2011-04-01

    Full Text Available Os objetivos foram: caracterizar os pacientes queimados segundo as variáveis epidemiológicas e clínicas e identificar os tratamentos, procedimentos invasivos e as complicações. Trata-se de um estudo retrospectivo, descritivo e quantitativo. A amostra constituiu-se de 138 pacientes queimados internados em um hospital de ensino, no período de janeiro de 2003 a dezembro de 2007, de Uberaba-MG. Dos 138 pacientes internados, 98 (71,0% eram do gênero masculino e a média de idade foi de 26,1 anos. O tempo médio de internação foi de 16,2 dias; 93 (67,4% eram de natureza acidental e a principal causa 68 (49,3% foi a chama aberta. A superfície corporal queimada média foi de 20,8% e a maioria 122 (88,4% apresentou queimadura de 2° grau. A terapia tópica mais utilizada 93 (67,4% foi a sulfadiazina de prata. A sondagem vesical de demora foi instalada em 47 (34,0% pacientes; 30 (21,7% foram submetidos à enxertia e 28 (20,3% ao desbridamento; 14 (10,1% apresentaram infecção da lesão.

  12. Qualidade de vida em pacientes submetidos à cirurgia ortognática: saúde bucal e autoestima

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rubens Guimarães Filho

    Full Text Available A cirurgia ortognática é o ramo da cirurgia bucomaxilofacial que trata das deformidades dentofaciais, buscando a correção da oclusão e melhora articular, respiratória e fonética, que geram benefícios funcionais e harmonizam a face, o que acarreta aspectos positivos em relação à estética e ao fator psicossocial do paciente. Objetivou-se avaliar a qualidade de vida desses pacientes, através dos aspectos funcionais, estéticos e psicossociais. O presente estudo foi realizado em clínica odontológica particular, na cidade de Taubaté. Foram avaliados 33 pacientes, 12 do gênero masculino e 21 do gênero feminino, com idades entre 18 a 45 anos, com tratamento ortocirúrgico indicado ou já realizado, utilizando-se os questionários Escala de Autoestima de Rosenberg/UNIFESP-EPM, Oral Health Impact Profile-14 - OHIP14 e PIDAQ-Brasil/UNIFESP e o Teste não Paramétrico de Mann-Whitney. Os resultados evidenciaram que a cirurgia ortognática é um procedimento capaz de oferecer melhora da qualidade de vida para pacientes portadores de deformidades dentofaciais, por meio dos aspectos funcionais, estéticos e psicossociais.

  13. Uso de medicamentos, glicemia capilar e índice de massa corpórea em pacientes com diabetes mellitus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcio Flávio Moura de Araújo

    2013-10-01

    Full Text Available Objetivou-se relacionar o uso de medicamentos com a glicemia capilar e o índice de massa corpórea em pacientes com diabetes mellitus tipo 2. Estudo transversal realizado entre janeiro e julho de 2009, nos domicílios de 437 pacientes de doze centros de saúde de Fortaleza-CE. Utilizou-se um formulário para o registro das variáveis sociodemográficas e clinicas, glicemia capilar, índice de massa corpórea e uso de medicamentos. Dos pacientes com glicemia capilar normal, 93% não utilizavam antidepressivos / ansiolíticos (p = 0,02. Aproximadamente 99% dos que apresentavam a glicemia capilar elevada não utilizavam cálcio diariamente (p = 0,04. Entre aqueles com índice de massa corpórea normal, 45,5% tomavam diariamente anti-hipertensivos da classe inibidor da ECA (p = 0,03. O uso diário de drogas inibidoras da ECA, antidepressivos / ansiolíticos e cálcio apresentou associação com a glicemia capilar e o índice de massa corpórea, respectivamente. É importante que o enfermeiro avalie o peso corporal e a glicemia capilar dos pacientes com diabetes, em particular daqueles que fazem uso contínuo de medicamentos.

  14. Candidíase oral como marcador de prognóstico em pacientes portadores do HIV

    OpenAIRE

    Cavassani Valdinês Gonçalves dos Santos; Andrade Sobrinho Jozias de; Homem Maria da Graça Naclério; Rapoport Abrão

    2002-01-01

    Introdução: A candidíase oral é uma das doenças oportunistas mais fortemente associadas à infecção pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV). Vários relatos epidemiológicos enfatizam a prevalência da candidíase em pacientes HIV positivos e ressaltam a sua importância como marcador da progressão da doença e preditivo para o aumento da imunodepressão. Objetivo: Verificar as alterações estomatológicas em pacientes portadores do HIV tratados no Hospital Heliópolis - São Paulo, Brasil e comparar...

  15. Lesões anorretais em pacientes HIV positivos usuários de terapia anti-retroviral de alta efetividade

    OpenAIRE

    Retamozo-Palacios,Manuel; SOUSA, João Batista de; Santos,João Barberino

    2007-01-01

    As lesões anorretais são comuns nos pacientes positivos para o vírus da imunodeficiência humana. A terapia antirretroviral de alta efetividade tem pouca influência na progressão das neoplasias anais. Estudou-se a prevalência das lesões anorretais em 88 pacientes HIV positivos atendidos no serviço de doenças infecto-parasitárias do Hospital Universitário de Brasília, em uso de terapia antirretroviral de alta efetividade. Dados sócio-demográficos foram coletados usando um questionário pré-elabo...

  16. Fasceíte Necrotizante em Pacientes Obstétricas Necrotizing Fasciitis in Obstetric Patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jean Carlos de Matos

    1998-12-01

    Full Text Available Objetivos: relatar a experiência com casos de fasceíte necrotizante (FN ocorridos no Serviço de Ginecologia e Obstetrícia do Hospital de Clínicas de Porto Alegre e analisar sua associação com alguns fatores de risco citados na literatura. Métodos: foram analisados retrospectivamente pacientes do Hospital de Clínicas de Porto Alegre que tiveram diagnóstico de FN, no período de janeiro de 1990 a dezembro de 1997. Resultados: foram encontrados 2 casos de FN pós-cesariana e 1 caso pós-cirúrgico por gestação ectópica. Nenhuma das pacientes apresentava complicações clínicas ou fator de risco para FN e a cirurgia foi realizada em caráter emergencial em todos os casos. A freqüência de FN no estudo foi de 2,6/10.000 cesarianas e a mortalidade de zero. Conclusão: a FN é uma síndrome clínica de ocorrência não muito comum, mas com grande morbimortalidade. Na afecção há envolvimento da ferida operatória e dos planos fasciais. O rápido manejo e a instituição do tratamento precoce e intensivo levam a bons resultados e à diminuição da mortalidade.Purpose: the authors report their experience with necrotizing fasciitis (NF cases which occurred in the Gynecology and Obstetrics Service of the Hospital de Clínicas de Porto Alegre, assessing the frequency of NF and analyzing the association between NF and certain risk factors cited in the literature. Methods: a retrospective study of patients a with diagnosis of necrotizing fasciitis at the Hospital de Clínicas de Porto Alegre from January 1990 to December 1997. Results: two post-cesarean section and one post-surgical (because of ectopic pregnancy NF cases were found. None of the patients presented clinical complications nor NF risk factors and all surgeries were urgent. The NF frequency in this study was 2.6/10.000 cesarians and mortality was zero. Discussion: NF is a clinical syndrome which does not occur very often but is associated with high morbidity and mortality. This

  17. Construção do sulco palpebral superior em pacientes orientais sem incisão cirúrgica: experiência em 13 anos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aki Fábio Ezo

    2003-01-01

    Full Text Available A blefaroplastia em pacientes orientais jovens tem como principal objetivo a construção do sulco palpebral superior. Existem inúmeras técnicas cirúrgicas com tal propósito, podendo ser divididas em 2 grandes grupos: métodos com incisão cirúrgica (blefaroplastia clássica e métodos sem incisão cirúrgica ou com incisões cirúrgicas mínimas. OBJETIVO: Apresentar a técnica sem incisão cirúrgica, a importância do planejamento pré-operatório, as principais indicações e as modificações para cada tipo de paciente. MÉTODO: No período de janeiro de 1989 a janeiro de 2002 (13 anos, foram operados 647 pacientes com a técnica sem incisão cirúrgica. Inicialmente, usávamos a técnica com 3 pontos para a confecção do sulco. A partir de 1996, foi iniciado o uso da técnica com apenas dois pontos, sendo operado 308 pacientes (47,60% com essa técnica até 2002. Os pacientes foram acompanhados ambulatorialmente por período médio de 2 anos. RESULTADOS: Foram extremamente satisfatórios e foram necessárias reoperações em 19 pacientes (2,93% por causa da assimetria na altura dos sulcos e em 12 (1,85% devido à queixa de sulco pouco visível e estreito. No planejamento pré-operatório deve-se determinar a forma do sulco e a quantidade de pontos necessária, de acordo com a espessura da pele da pálpebra. Do total, 97,84% dos pacientes desejaram um sulco que se iniciava junto à prega epicantal, pois oferecia resultado mais natural. CONCLUSÃO: A técnica é de fácil execução, de pequeno risco cirúrgico e com poucas complicações, apresentando resultado satisfatório, natural e duradouro, mas sua indicação deve ser precisa e o planejamento pré-operatório é determinante para se obter um bom resultado.

  18. Efeitos das atividades fisioterapêuticas na funcionalidade e na qualidade de vida de pacientes submetidos à hemodiálise

    OpenAIRE

    2012-01-01

    A Insuficiência Renal Crônica (IRC), segundo a Sociedade Brasileira de Nefrologia se tornou uma problemática de saúde publica. É uma doença progressiva e irreversível da função renal. Os pacientes com Insuficiência Renal Crônica, em tratamento hemodialítico, apresentam com frequência alterações musculoesqueléticas como fadiga muscular e câimbras. Estas alterações afetam tanto a saúde física quanto a saúde social, pois provocam alterações em suas atividades da vida diária, limitam a capacidade...

  19. Pacientes em hemodiálise ambulatorial: protocolo de administração e monitoramento de níveis séricos de vancomicina

    OpenAIRE

    Isoppo, Catherine Stragliotto

    2013-01-01

    Objetivo Descrever os níveis séricos de vancomicina em amostras coletadas nos vales em pacientes em hemodiálise, a partir de um protocolo de administração deste antimicrobiano com dose inicial de 20mg/kg seguida de 10mg/kg e ajustes nas doses subsequentes, conforme a faixa de vancocinemia obtida e correlacionar com parâmetros fisiológicos para verificar possíveis associações.Métodos Estudo de coorte onde foram incluídos pacientes em hemodiálise ambulatorial, com idade igual ou superior a 18 a...

  20. Perfil nutricional de pacientes adultos e idosos admitidos em um hospital universitário = Nutritional status of adults and elderly patients admitted in an university hospital

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Crestani, Nathálie

    2011-01-01

    Conclusão: O perfil nutricional dos pacientes estudados foi caracterizado pela alta prevalência de risco nutricional e sobrepeso/obesidade concomitantes nos dois grupos estudados. Esta realidade parece traduzir, em nível hospitalar, a situação de transição nutricional vivida em nosso país na atualidade. Os resultados evidenciam a importância da utilização de mais de um método de triagem nutricional em pacientes internados em unidades hospitalares, para obter-se maior precisão na avaliação

  1. Fadiga aguda no pré e pós-parto e fatores determinantes - doi:10.5020/18061230.2007.p60

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ç?nar Sezgi

    2012-01-01

    Full Text Available Este trabalho teve como objetivo avaliar e comparar a gravidade dos níveis de fadiga aguda em mulheres durante os períodos de pré-parto e o pós-parto, definindo as características e modificações associadas a gravidez relacionadas com a fadiga e conhecer o impacto da fadiga em algumas atividades diárias. Utilizou-se o método transversal no Hospital de Mulheres e Crianças de Sarakaya, Turquia. Um total de 128 mulheres grávidas em processo de trabalho de parto a termo foram incluídas neste estudo. Os dados foram coletados utilizando um questionário elaborado pelos pesquisadores contendo o Inventario de Fatiga Reduzido (Brief Fatigue Inventory - AFI, bem como as questões sócio-demográficas. Para a análise estatística foi utilizado o teste t-Student pareado, análises de correlação e de variância. Os resultados obtidos demonstraram uma média de AFI no pré e pós parto de 5,77 ± 1,97 e 6,49 ± 1,48 respectivamente (p< 0,001. Houve diferenças significativas no humor, na relação interpessoal e nos escores de gozo de vida (p= 0,005; p= 0,033; p= 0,000, respectivamente. Por outro lado, em relação a atividades comprometidas pela fadiga, a habilidade de andar e realização de rotinas diárias não tiveram diferenças em níveis significativos. Concluise que no período pós-parto a mulher é significativamente mais submetida a estresse e conseqüentemente a síndrome de fadiga aguda foi mais intensa quando comparada com o período pré-parto.

  2. Acurácia na inferência de diagnósticos de enfermagem de pacientes com insuficiência cardíaca

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana de Melo Vellozo Pereira

    2015-08-01

    Full Text Available RESUMOInsuficiência cardíaca (IC é causa frequente de internação exigindo do enfermeiro precisão na conduta clínica e adequado julgamento dos diagnósticos de enfermagem.Objetivo:verificar acurácia na determinação dos diagnósticos de enfermagem fadiga, intolerância à atividade e débito cardíaco diminuído em paciente com IC hospitalizados.Método:estudo descritivo aplicado aos enfermeiros experientes em diagnósticos de enfermagem NANDA-I e/ou IC. Avaliação da acurácia foi realizada a partir do cálculo das medidas: eficácia (E, falso negativo (FN, falso positivo (FP e tendência (T. Foram aptos os enfermeiros com inspeção aceitável para dois diagnósticos.Resultados:o diagnóstico de enfermagem fadiga foi o mais erroneamente identificado pelos enfermeiros avaliadores.Discussão:a busca pelo aperfeiçoamento da acurácia diagnóstica reafirma a necessidade de treinamento contínuo e específico para a melhora da capacidade diagnosticadora do enfermeiro.Conclusão:o treinamento permitiu o exercício do raciocínio clínico e melhor acurácia dos enfermeiros.

  3. Prevalência ultra-sonográfica de litíase biliar em pacientes ambulatoriais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Orlando Jorge Martins Torres

    Full Text Available OBJETIVO: Este estudo tem por objetivo determinar a prevalência ultra-sonográfica de litíase biliar em pacientes ambulatoriais. MÉTODO: No período de julho de 2001 a março de 2002, 500 pacientes que procuraram o Hospital Universitário Presidente Dutra e que foram submetidos a exame ultra-sonográfico para doença não biliar foram avaliados. Havia 250 pacientes do sexo masculino e 250 do sexo feminino com idade variando de 19 a 72 anos. RESULTADOS: A prevalência de colelitíase ou de pacientes que haviam sido previamente submetidos à colecistectomia por colelitíase foi de 18,4%. A colelitíase foi mais frequentemente observada naqueles pacientes com idade superior a 60 anos, sexo feminino, multípara e com um índice de massa corporal superior a 30. CONCLUSÕES: A prevalência de colelitíase está aumentada na presença de fatores de risco.

  4. Nível de complexidade assistencial dos pacientes em uma unidade de internação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Paula de Brito

    2012-02-01

    Full Text Available O estudo objetivou avaliar o nível de complexidade assistencial dos pacientes em uma unidade de internação de um hospital de ensino no interior paulista. Trata-se de um estudo descritivo, que utilizou para a coleta de dados o instrumento "Sistema de classificação de pacientes: proposta de complementação do instrumento", de Fugulin et al., por trinta dias consecutivos. Foram realizadas 1.080 observações, obtidas do registro de 156 pacientes, verificando-se predomínio de pacientes que requerem alta dependência de cuidado. Constataram-se diferenças dos pacientes entre os postos da unidade no perfil, tipo de tratamento e nível de complexidade de cuidado. Conclui-se que há necessidade de reavaliar o quadro de profissionais, como também readequar as demandas de recursos tecnológicos e materiais.

  5. Prevalência de aloimunização eritrocitária em pacientes portadores de anemia falciforme

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Gomes Vizzoni

    2017-04-01

    Full Text Available Embora as transfusões de concentrado de hemácias sejam importantes para o tratamento de pacientes com anemia falciforme, elas acarretam riscos imunológicos tais como a aloimunização a antígenos eritrocitários. Aproximadamente 50% dos pacientes de anemia falciforme recebem transfusões no decorrer da vida, e entre 5 e 10% desses pacientes são submetidos a um programa de transfusão crônica. A aloimunização eritrocitária é uma complicação relativamente comum, podendo até mesmo levar a reações transfusionais hemolíticas tardias, contribuindo para aumentar as comorbidades da doença. Importantes medidas para prevenção dessas complicações nesses pacientes são o uso de hemácias previamente fenotipadas, além da fenotipagem do próprio receptor de concentrado de hemácias, determinando seu correto perfil fenotípico e possibilitando a escolha de concentrado de hemácias com antígenos correspondentes ao do paciente a ser transfundido. Extensa genotipagem eritrocitária profilática para selecionar doadores para pacientes que receberão repetidas transfusões durante um longo período é uma aplicação atraente de tipagem de sangue baseado em DNA. Isso é particularmente relevante para pacientes com doença falciforme, nos quais a taxa de aloimunização é elevada.

  6. Efeito do exercício resistido intradialítico em pacientes renais crônicos em hemodiálise

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ronaldo Ribeiro

    2013-03-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Pacientes com doença renal crônica (DRC quando submetidos ao exercício resistido (ER apresentam substancial melhorias de muitas funções, em especial os relacionados ao sistema cardiovascular, respiratório, muscular e na qualidade de vida (QV. Não existem avaliações do impacto de exercício simples e factíveis em pacientes com DRC associada ao Diabetes Mellitus (DM durante o período intradialítico. OBJETIVO: Estudar o papel do exercício resistido no tratamento e na qualidade de vida em pacientes submetidos à hemodiálise crônica (HD. Assim, submetemos pacientes com DRC e DM ao ER durante a hemodiálise. MÉTODOS: Quinze pacientes em cada grupo: 1: DM com DRC submetidos ao ER; 2: DM com DRC sedentários; 3: DRC e ER e, 4: DRC sedentários. Avaliações durante oito semanas, com ER três vezes na semana. Avaliação laboratorial, teste de força muscular (FM e QV (SF-36. RESULTADOS: O ER induziu melhoria na glicemia e na FM com discretas, mas significantes alterações na uréia e, K (p < 0,0001. Foi de impacto a melhoria na avaliação dos parâmetros de QV (p < 0,001 com o ER, como a Capacidade Funcional, o Aspecto Físico, redução das Dores (de uma maneira geral, Saúde Geral, Vitalidade, a Função Social, Estado Emocional e na Saúde Mental. Conclusão: O programa de ER (simples e factível no período intradialítico alterou parâmetros clínicos, na FM e uma significante melhoria na avaliação da QV. O impacto na QV foi importante para o paciente, inclusive envolvendo melhoria em nível familiar e de relacionamento social quando submetidos ao ER.

  7. Terapia periodontal em pacientes diabéticos : a extensão de resgatar o sorriso

    OpenAIRE

    GUIMARÃES, Maria do Carmo Machado; Carneiro, Valéria Martins Araújo; Freitas, Francisco Valter; Souza, Thaís Caroline Ponssiano de; Sgreccia, Paula César; Lima, Caroline Lourenço de

    2010-01-01

    A disciplina de Periodontia desenvolve, com o apoio de outras disciplinas do curso de Odontologia-UnB, o projeto de extensão “Atendimento periodontal em pacientes com diabetes mellitus tipo 1 e 2”. Atividades que articulam ensinopesquisa à extensão são desenvolvidas no projeto e propiciam aos participantes rica oportunidade de aprendizagem, vivência em pesquisa e, sobretudo, integração às comunidades atendidas. Descrevem-se, neste artigo, as modalidades desta atuação, o papel dos ...

  8. Terapia periodontal em pacientes diabéticos - A Extensão de resgatar o sorriso

    OpenAIRE

    GUIMARÃES, Maria do Carmo Machado; Araújo, Valéria Martins de; Freitas, Francisco Valter; Ponssiano, Thaís Caroline; Sgreccia, Paula César; Lima, Caroline Lourenço de

    2011-01-01

    A disciplina de Periodontia desenvolve, com o apoio de outras disciplinas do curso de Odontologia-UnB, o projeto de extensão “Atendimento periodontal em pacientes com diabetes mellitus tipo 1 e 2”. Atividades que articulam ensinopesquisa à extensão são desenvolvidas no projeto e propiciam aos participantes rica oportunidade de aprendizagem, vivência em pesquisa e, sobretudo, integração às comunidades atendidas. Descrevem-se, neste artigo, as modalidades desta atuação, o papel dos participante...

  9. Hipertensão induzida farmacologicamente em paciente com isquemia em território vértebro-basilar associada com estenose vertebral bilateral

    OpenAIRE

    2002-01-01

    A hipertensão arterial é um dos principais fatores de risco para acidentes vasculares encefálicos. No entanto, o tratamento agressivo da hipertensão na fase aguda pode estar associada a pior evolução clínica. Apresentamos o caso de uma paciente de 81 anos, admitida após múltiplos infartos encefálicos em circulação posterior. Em vigência de anticoagulação plena, a paciente apresentou deterioração neurológica coincidindo com normalização dos níveis pressóricos. Uma angiorressonância documentou ...

  10. Valvoplastia mitral em pacientes jovens com cardiopatia reumática Mitral valvuloplasty in young patients with rheumatic heart disease

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Antônio Fantini

    1992-06-01

    Full Text Available No período, de setembro de 1988 a janeiro de 1992, 56 pacientes com até 20 anos de idade (4 a 20 anos, média de 12,7 com insuficiência mitral pura ou predominante de etiologia reumática foram submetidos a valvoplastia mitral. Noventa e quatro por cento dos pacientes estavam em classe funcional III ou IV da NYHA. A técnica cirúrgica básica usada em todos os pacientes foi a anuloplastia assimétrica preconizada por Reed et alii 31, associada em 69,7% dos casos a outros procedimentos sobre as cúspides e aparelho subvalvar mitral. Dois pacientes foram submetidos, concomitantemente, a plastia da valva tricúspide e 4 a troca da valva aórtica. Estudo ecodopplercardiográfico per-operatório foi utilizado após a correção em todos os casos e mostrou ausência de lesões residuais em 76% dos pacientes e insuficiência mitral discreta nos demais. Náo houve mortalidade hospitalar. Ecopplercardiograma realizado antes da alta hospitalar mostrou boa correlação com o estudo per-operatório. Foi possível colher informações do seguimento tardio de 53 pacientes. Ocorreu 1 óbito tardio três meses após a cirurgia, por morte súbita. Quatro pacientes foram reoperados e submetidos a troca valvar: uma paciente no 4º mês de pós-operatório (PO, por falha primária do procedimento, e outros três no 6º, 34º e 38º meses de PO, por comprovada recidiva da cardite reumática. Os demais encontram-se em classe funcional I e II (NYHA. Concluímos, baseados nos resultados apresentados, que a anuloplastia mitral assimétrica é um excelente procedimento para pacientes jovens com valvopatia reumática, constituindo-se numa boa alternativa à troca de valva ou implante de anéis, sendo, no entanto, extremamente importante o controle de recidivas da doença reumática.From September 1988 to July 1990, 56 patients under 20 years of age (mean 12.7 ± 5.12 years with pure or predominant mitral valve regurgitation secondary to rheumatic valve disease

  11. Alterações retinianas apresentadas em pacientes portadores de hemoglobinopatia falciforme atendidos em um Serviço Universitário de Oftalmologia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Guilherme Azevedo de Freitas

    2011-10-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Identificar os principais achados fundoscópicos em pacientes portadores de anemia falciforme encaminhados a um Serviço Oftalmológico de Referência em Goiânia (GO. MÉTODOS: Foram realizados exames oftalmológicos em 50 pacientes (100 olhos portadores de hemoglobinopatia falciforme para observar quais as alterações retinianas mais comuns nesse grupo. RESULTADOS: O tipo de hemoglobinopatia mais encontrado foi o SS, seguido pelas hemoglobinopatias SC, AS e Sthal. Dentro da amostra estudada, 22% apresentaram alterações retinianas. Destes 73% eram do sexo masculino. A alteração retinianas encontradas foram: "sea fan", "black sunburst", hemorragia vítrea e descolamento de retina. Em relação à classificação da retinopatia, 73% apresentaram a forma proliferativa, sendo vista nos tipos AS e SC e 27% apresentaram a forma não-proliferativa da retinopatia, sendo vista nos portadores do tipo SS. CONCLUSÃO: Foi observado elevado número de pacientes com alterações retinianas na amostra estudada, sendo o maior número em portadores da hemoglobinopatia SC, seguido dos grupos AS e SS. As alterações proliferativas foram as mais observadas. Hemorragia vítrea e descolamento de retina foram as manifestações proliferativas de maior prevalência e mostraram ser mais frequente em portadores da hemoglobinopatia SC na população estudada.

  12. Vacinação em pacientes da Coorte Brasília de artrite reumatoide inicial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Feitosa Muniz

    2014-10-01

    Full Text Available Introdução: Os pacientes com diagnóstico de artrite reumatoide (AR apresentam risco aumentado de infecções. A vacinação é uma medida preventiva recomendada. Não há estudos avaliando a prática da vacinação nos pacientes com AR inicial. Objetivos: Avaliar a frequência de vacinação e a orientação (feita pelo médico sobre vacinas entre os pacientes com diagnóstico de AR inicial. Métodos: Estudo transversal incluindo pacientes da coorte Brasília de AR inicial. Foram analisados dados demográficos, índice de atividade da doença (Disease Activity Score 28 - DAS28, incapacidade funcional (Health Assessment Questionnaire - HAQ, dados sobre tratamento e vacinação após o diagnóstico da AR. Resultados: Foram avaliados 68 pacientes, sendo 94,1% mulheres, com idade média de 50,7 ± 13,2 anos. O DAS28 foi de 3,65 ± 1,64, e o HAQ de 0,70. A maioria dos pacientes (63% possuía cartão vacinal. Apenas cinco pacientes (7,3% foram orientados pelo médico sobre uso das vacinas. Os pacientes foram vacinados para tríplice viral (8,8%, tétano (44%, febre amarela (44%, hepatite B (22%, gripe (42%, influenza H1N1 (61,76%, pneumonia (1,4%, meningite (1,4% e varicela (1,4%. Todos os pacientes vacinados com vírus vivo atenuado estavam em uso de imunossupressores e receberam as vacinas de forma inadvertida, sem orientação médica. Não houve associação entre o uso de nenhuma vacina e atividade da doença, incapacidade funcional, anos de escolaridade, hábitos de vida, comorbidades. Conclusão: Os pacientes foram pouco orientados pelo médico com relação ao uso das vacinas, com elevada frequência de vacinação inadvertida com componente vivo atenuado, enquanto a imunização com vírus mortos ficou aquém do recomendado.

  13. Síndrome hemolítico-urêmica causada por gencitabina em uma paciente jovem com colangiocarcinoma

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    John Fredy Nieto-Ríos

    2016-06-01

    Full Text Available Resumo A gencitabina é um fármaco utilizado no tratamento de vários tipos de neoplasias malignas. Há poucas descrições de associação entre a droga e a síndrome hemolítico-urêmica (SHU, apesar de os pacientes em questão terem ido a óbito em pelo menos 50% dos casos. O presente artigo relata o caso de uma paciente com 25 anos de idade em remissão diagnosticada com colangiocarcinoma que apresentou anemia hemolítica microangiopática acompanhada de insuficiência renal aguda anúrica após cinco ciclos de quimioterapia com gencitabina; as manifestações eram condizentes com SHU causada pelos efeitos colaterais do medicamento. A administração de gencitabina foi interrompida, e a paciente foi tratada com hemodiálise, transfusões de sangue, trocas de plasma, corticosteroides, doxiciclina e rituximabe. Foi atingido um desfecho favorável; mais especificamente, a hemólise foi controlada e a função renal foi plenamente restabelecida.

  14. Classificações de intervenções e resultados de enfermagem em pacientes com feridas: mapeamento cruzado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Pessanha de Oliveira

    Full Text Available RESUMO Objetivo Realizar o mapeamento cruzado dos termos referentes às intervenções e aos resultados de enfermagem nos prontuários dos pacientes com feridas em comparação às classificações de intervenções e aos resultados de enfermagem. Método Pesquisa observacional, retrospectiva, realizada através de mapeamento cruzado. A amostra foi de 81 pacientes, atendidos no ambulatório de feridas de um hospital universitário do Rio de Janeiro. Os dados foram coletados em prontuários, entre maio e julho de 2013. As etapas de análise foram: busca por frases descritivas de intervenções e resultados; definição das frequências de aparecimento das frases; agrupamento por sinônimos; comparação dos termos com as taxonomias. Resultados Mapearam-se 13 intervenções, destacando-se “Cuidados com lesões” (47,23%, bem como 6 resultados, e o prioritário foi “Cicatrização de feridas: segunda intenção” (45%. Conclusões O mapeamento cruzado de intervenções e de resultados de enfermagem em pacientes com feridas sugeriu a realização de inclusões nas taxonomias para adequação à assistência ambulatorial.

  15. Avaliação da qualidade de vida em pacientes submetidos à cirurgia de catarata, com implantes de lentes monofocais bifocais e multifocais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Beogival Wagner Lucas Santos

    2014-04-01

    Full Text Available Objetivo: Fornecer uma avaliação objetiva e subjetiva da qualidade de vida e o nível de satisfação de pacientes que se submeteram à cirurgia de catarata, com implante de lentes bifocais, multifocais e monofocais. Métodos: Lentes bifocais foram implantadas em 72 pacientes; lentes multifocais asférica em 16 pacientes; lentes multifocais apodizada em 20 pacientes e lentes monofocais em 63 pacientes. Foi aplicado um questionário de 47 perguntas cujos resultados foram avaliados e analisados. Resultados: O nível de satisfação dos pacientes implantados com lentes bifocais e multifocais foi significantemente mais alto do que aqueles com lentes monofocais (teste Kruskal-Wallis p<0,01, seguido do teste Dunn, p<0,05. Quanto à comparação de lentes monofocais com lentes bifocais e multifocais, a visão para perto sem correção foi consideravelmente mais baixa em pacientes com lentes monofocais (teste Z, p<0,001. Os pacientes com lentes monofocais sem correção apresentaram uma menor capacidade de ler jornais ou livros e no que diz respeito a trabalhos manuais do que aqueles com lentes bifocais e multifocais (teste Z, p<0,001. Conclusão: Os resultados deste estudo mostram que os pacientes que receberam as lentes bifocais e multifocais tiveram uma melhora notável em sua acuidade visual para perto, estando satisfeitos com sua visão geral, sem óculos. A satisfação foi atribuída ao fato de conseguirem ler livros e jornais, preencher cheques, preencher formulários, praticar esportes, se barbear ou se maquiar sem correção.

  16. Alterações laríngeas em pacientes com artrite reumatoide Laryngeal involvement in rheumatoid arthritis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sarah Cristina Beirith

    2013-04-01

    Full Text Available Aprevalência do envolvimento laríngeo em pacientes com artrite reumatoide (AR varia de 13% a 75%. As manifestações específicas compreendem a artrite cricoaritenóidea e os nódulos reumatoides em pregas vocais. OBJETIVO: O objetivo da pesquisa é avaliar a prevalência da disfonia e das alterações laríngeas à videolaringoscopia em pacientes com AR e a associação com o grau de atividade da doença. MÉTODO: Trata-se de estudo clínico transversal que avaliou pacientes com AR quanto ao escore de atividade de doença em 28 articulações (DAS-28, sintomas laríngeos, incluindo a aplicação da versão traduzida do Voice Handicap Index, e realizou videolaringoscopia, comparando com um grupo controle. RESULTADOS: Foram avaliados 47 pacientes com artrite reumatoide e 40 controles. As prevalências de disfonia e de alterações videolaringoscópicas foram, respectivamente, de 12,8% e 72,3% em pacientes com AR. A média do DAS-28 foi de 3,3 ± 1,2; 26 (74,3% dos 35 pacientes com doença ativa apresentaram alterações laríngeas (p = 0,713. A laringite posterior (44,7% foi o diagnóstico mais comum em pacientes com AR. CONCLUSÃO: A prevalência de alterações laríngeas em pacientes com AR foi 72,4% e a prevalência de disfonia foi 12,8%. Não houve relação significativa entre alterações laríngeas e grau de atividade da doença.The prevalence of laryngeal involvement in Rheumatoid Arthritis (RA ranges from 13 to 75%. The specific RA manifestations include the cricoarytenoid arthritis and the presence of rheumatoid nodules in the vocal folds. OBJECTIVE: The objective of this study is to evaluate the prevalence of dysphonia and laryngeal alterations on videolaryngoscopy in RA patients and their association with disease activity. METHOD: This is a clinical cross-sectional study that evaluated patients with rheumatoid arthritis as to their disease activity score in 28 joints (DAS-28, laryngeal symptoms, application of a Portuguese version

  17. Intervenção educacional de enfermagem para redução da hiperfosfatemia em pacientes em hemodiálise

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eniva Miladi Fernandes Stumm

    Full Text Available RESUMO Objetivo: avaliar a efetividade de uma intervenção educacional de enfermagem para redução da hiperfosfatemia em pacientes renais crônicos em hemodiálise. Método: estudo quase experimental realizado com 63 pacientes hiperfosfatêmicos em hemodiálise. A intervenção se constituiu em orientar e disponibilizar um manual impresso e ilustrado aos pacientes, contendo informações sobre o controle da doença. Foi solicitado o preenchimento de um checklist diário, com finalidade recordatória dos aspectos abordados no manual. Os exames laboratoriais e a intensidade do prurido foram analisados no início do estudo, aos 30 e 60 dias após a intervenção educacional. Resultados: a média de idade dos participantes foi 58±13,1 anos e tempo de tratamento de 51,1±44,7 meses. Houve redução dos valores séricos do fósforo de 7,06±1,43 para 5,80±1,53 (p<0,001 e da intensidade do prurido após a intervenção. Conclusão: a Intervenção Educacional de Enfermagem foi efetiva para redução do fosfato e diminuição do prurido nos pacientes hiperfosfatêmicos.

  18. Implantacao de protocolo de reducao de sedacao profunda baseado em analgesia comprovadamente seguro e factivel em pacientes submetidos a ventilacao mecanica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guillermo Bugedo

    2013-09-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A sedação profunda em pacientes gravemente enfermos se associa a uma maior duração da ventilação mecânica e à permanência mais longa na unidade de terapia intensiva. Diversos protocolos foram utilizados para melhorar esses desfechos. Implantamos e avaliamos um protocolo de sedação baseado em analgesia, direcionado por objetivos e cuidado por enfermeiros, em pacientes gravemente enfermos submetidos à ventilação mecânica. MÉTODOS: Realizamos um estudo multicêntrico prospectivo em duas fases (antes e depois, que envolveu 13 unidades de terapia intensiva localizadas no Chile. Após uma fase observacional (grupo observacional, N=155, delineamos, implantamos e avaliamos um protocolo de sedação cuidado por enfermeiros, direcionado por objetivos (grupo de intervenção, N=132 para tratar pacientes que necessitaram de ventilação mecânica por mais do que 48 horas. O parâmetro primário de avaliação foi a obtenção de dias livres de ventilador até o dia 28. RESULTADOS: No grupo de intervenção, a proporção de pacientes com sedação profunda ou coma diminuiu de 55,2 para 44,0%. A incidência de agitação não se alterou entre os períodos, permanecendo em cerca de 7%. Dias livres de ventilador até o dia 28, permanência na unidade de terapia intensiva e mortalidade foram similares em ambos os grupos. Após 1 ano, a presença de sintomas de desordem de estresse pós-traumático nos sobreviventes foi similar entre os grupos. CONCLUSÕES: Delineamos e implantamos no Chile um protocolo de sedação baseado em analgesia, direcionado por objetivos e cuidado por enfermeiros. Embora não se tenha observado melhora nos principais desfechos, observamos que o presente protocolo foi seguro e factível, e que resultou em períodos mais curtos de sedação profunda, sem aumento da agitação.

  19. Bronquiolite obliterante com pneumonia em organização e aspergiloma em paciente com linfoma-leucemia de células T

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    JHAYYA TERESA S.

    2000-01-01

    Full Text Available Há poucos relatos na literatura médica referentes à associação de bronquiolite obliterante com pneumonia em organização (BOPO e aspergiloma. Apresenta-se uma associação de BOPO e aspergiloma pulmonar em uma paciente com linfoma-leucemia de células T do adulto. Sugere-se que os achados deste caso representam uma associação fortuita e não a expressão de unidade nosológica.

  20. A importância da atuação odontológica em pacientes internados em unidade de terapia intensiva

    OpenAIRE

    Morais,Teresa Márcia Nascimento de; Silva,Antonio da; Avi,Ana Luiza Ribeiro de Oliveira; Souza,Patrícia Helena Rodrigues de; Knobel, Elias; Camargo,Luiz Fernando Aranha

    2006-01-01

    JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Em unidade de terapia intensiva (UTI), a pneumonia nosocomial é responsável por altas taxas de morbidade, mortalidade e aumento expressivo dos custos hospitalares, sendo que seu estabelecimento se dá mais comumente pela aspiração do conteúdo presente na boca e faringe. O objetivo deste estudo foi buscar dados na literatura sobre a participação da condição bucal no estabelecimento da pneumonia nosocomial. CONTEÚDO: A higiene bucal deficiente é comum em pacientes inte...

  1. Baixa resposta da vacinação intradérmica contra hepatite B em pacientes incidentes em hemodiálise

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Regina H. Medeiros

    2011-03-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A hepatite B pode evoluir para cirrose e hepatocarcinoma. Sua prevalência estimada é de 3,2% em pacientes em hemodiálise (HD. A vacina para hepatite B (HB, quando aplicada por via intramuscular (IM em pacientes com insuficiência renal crônica fase V, frequentemente não induz produção adequada de anticorpos. A injeção intradérmica (ID foi sugerida como sendo o método de inoculação mais eficiente. OBJETIVO: Comparar a resposta imune à injeção IM ou ID da vacina em indivíduos em HD. PACIENTES E MÉTODOS: Trinta e um pacientes incidentes em HD foram randomizados alternativamente para vacinação contra HB via IM ou ID. Dezesseis foram designados aleatoriamente para receber vacina IM (40 mg/dose e 15 ID (4mg /dose. Os níveis de anticorpos de superfície do vírus da hepatite B, parâmetros hematimétricos, ureia sérica, e Kt/V foram avaliados mensalmente. Proteína-C reativa, paratormônio, ferritina, aminotransferases e albumina foram avaliados antes da inoculação inicial e seis meses após a mesma. RESULTADOS: Os níveis de uréia foram maiores no grupo ID (P(1 = 0,031; os níveis de ferritina foram mais elevados no IM (P(2 = 0,037. Houve tendência a aumento nos níveis de proteína C reativa no grupo ID. A avaliação do Comitê de Monitoramento de Segurança dos indivíduos expostos recomendou a suspensão do estudo já que a inoculação por via IM converteu 62,5% e a ID converteu apenas 13,3% dos pacientes expostos. CONCLUSÃO: Com a metodologia utilizada, os resultados da vacina contra HB aplicada por via ID foi inferior à inoculação IM. Tais resultados podem ser decorrentes das doses inoculadas ou de outros fatores, como inflamação.

  2. Avaliação nutricional em pacientes graves Nutritional assessment of the severely ill patient

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anahi Ottonelli Maicá

    2008-09-01

    Full Text Available Considerando a importância e as dificuldades inerentes à avaliação do estado nutricional, assim como da interpretação dos resultados, além da inexistência de diretrizes específicas e validadas quanto aos métodos aplicados ao paciente crítico, o objetivo deste estudo foi contribuir para a análise e recomendação de métodos eficazes, passíveis de utilização e fidedignos do ponto de vista da interpretação no contexto do paciente grave. A presença de edema e alterações inespecíficas nas concentrações plasmáticas de proteínas; variáveis antropométricas alteradas, refletindo muito mais o rearranjo da água corporal total do que modificações do estado nutricional; estudos pouco conclusivos com a bioimpedância elétrica; ausência de dados relativos à aplicação da avaliação subjetiva global; indicadores bioquímicos alterados como conseqüência das mudanças metabólicas, entre outros, indicam as várias limitações dos métodos a esses pacientes. Na ausência de estudos que os validem, existem recomendações baseadas em evidências clínicas, observação e fundamentação nas alterações fisiopatológicas. Independentemente dos métodos, a observação clínica pela equipe de saúde é imprescindível em todas as etapas. Há necessidade de maiores estudos que identifiquem claramente os métodos e sua especificidade para a detecção, avaliação de risco ou monitorização.Considering the importance and the difficulties inherent to nutritional state assessment, as well as the results interpretation and the inexistence of specific and validated guidelines related to applied methods to the severely ill patient, the present revision aims to contribute to the analysis and recommendation of efficient methods, which are suitable to use and reliable in terms of interpretation in the context of the severely ill patient. The presence of edema and unspecific alterations in the plasmatic concentrations of proteins

  3. Morbidade febril puerperal em pacientes infectadas pelo HIV Puerperal morbidity in HIV-positive women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andrea De Marcos

    2003-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar as taxas de morbidade febril puerperal em pacientes infectadas pelo HIV e sua correlação com a via de parto, duração do trabalho de parto, tempo de rotura de membranas, número de células CD4+ e carga viral do HIV periparto. MÉTODOS: foram incluídas 207 gestantes infectadas pelo HIV, com seguimento pré-natal e parto entre maio de 1997 e dezembro de 2001, sendo 32 submetidas a parto vaginal e 175 a cesárea. Do total de pacientes, 62,8% foram submetidas a cesárea eletiva. A idade média no grupo analisado foi de 27,4 anos, 25,6% eram nulíparas e 26% primíparas, com idade gestacional média de 37,8 semanas no momento do parto. A contagem média de células CD4+ foi de 481 células /mm³ e da carga viral do HIV de 49.100 cópias/mL, ambas no final da gestação. RESULTADOS: a morbidade febril puerperal ocorreu em 34 pacientes, sendo 33 pós-cesárea e 1 pós-parto vaginal. O tipo mais comum de intercorrência infecciosa pós-cesárea foi infecção de cicatriz cirúrgica (13% dos casos de infecção. Os fatores analisados, como duração do trabalho de parto, tempo de rotura de membranas, contagem de células CD4+ ou carga viral do HIV periparto, não interferiram na taxa de morbidade febril puerperal. CONCLUSÕES: A incidência de morbidade febril puerperal foi de 16,8%, sendo mais freqüente pós-cesárea (18,9% que pós-parto vaginal (3,1%. Os demais fatores não mostraram relação significativa com a taxa de morbidade febril puerperal.PURPOSE: the morbidity in HIV-positive patients due to puerperal fever was studied and correlated to the method and duration of labor, the duration of premature rupture of the membranes, CD4+ cell count and the viral load (VL at peridelivery. METHODS: a total of 207 HIV-positive women with prenatal examinations and deliveries between May 1997 and December 2001 were enrolled. Of these, 32 had natural childbirth and 175 had a cesarean section. Of the total of enrolled patients, 62

  4. Variabilidade interensaios de dislipidemias em pacientes hipertensos Inter-assays variability of dislipidemias in hypertensive patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nilton Rosini

    2009-08-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO E OBJETIVOS: Ensaios de diferentes procedências para avaliação das dislipidemia podem resultar em variações significativas nos resultados obtidos e consequente conduta inadequada pelo clínico. O estudo objetivou comparar resultados laboratoriais de colesterol total (CT, triglicérides (TG, colesterol da lipoproteína de alta densidade (HDL-C, colesterol da lipoproteína de baixa densidade (LDL-C, apolipoproteína A-1 (Apo A-1, apolipoproteína B (Apo B e lipoproteína (a (Lp[a] e índices lipídicos (não-HDL-C, CT/HDL-C, LDL-C/HDL-C, TG/HDL-C e Apo B/HDL-C de pacientes hipertensos e/ou diabéticos diagnosticados. MÉTODOS: Foram utilizados conjuntos reativos, e os respectivos analisadores Gold Analisa, Dia Sys (CCX - Abbott, Dade Behring (Nefelômetro BN 100 e Roche (COBAS Integra 400, para verificar a reprodutibilidade dos resultados obtidos. Participaram 99 pacientes (36 do sexo masculino e 63 do feminino. Comparando os resultados, verificamos que: todas as médias obtidas dos constituintes lipídicos apresentaram diferença significativa; número semelhante de pacientes apresentou níveis séricos elevados de CT, TG, Lp(a e Apo A-1. O HDL-C, o LDL-C e a Apo B apresentaram discordância, assim como os índices de CT/LDL-C, LDL-C/HDL-C e TG/HDL-C. Para não-HDL-C e ApoB/HDL, houve semelhança no número de pacientes com valores não recomendados. Em consequência da diferença, em relação ao LDL-C, a decisão da conduta terapêutica poderá ser inadequada, enquanto o não-HDL-C, além de evidenciar partículas aterogênicas, apresentou número de hipertensos com valores séricos não referendados semelhantes, independente da metodologia e do equipamento utilizado. CONCLUSÃO: No grupo de hipertensos analisados, o não-HDL-C se caracterizou um importante fator de correção interensaios de parâmetros lipídicos. E sua associação à relação Apo B/HDL-C pode ser um fator adicional em relação às condutas

  5. Infecção pulmonar tripla em paciente gravemente imunocomprometido por AIDS: relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Faucz Rafael Artigas

    2006-01-01

    Full Text Available Os autores relatam um caso de paciente do sexo masculino, 38 anos de idade, motorista, soropositivo para HIV há oito anos, sem acompanhamento, com quadro de tosse produtiva com secreção acinzentada e episódios intermitentes de dispnéia há 15 dias. Informava dois episódios pregressos de tuberculose pulmonar (1983 e 2001 tratados. A radiografia de tórax evidenciou áreas de hipotransparência nodular e broncogramas aéreos bilateralmente. A tomografia computadorizada de tórax evidenciou vários achados inespecíficos, dentre eles áreas esparsas de consolidação, cavitação, bronquiectasia, opacidade em vidro fosco, espessamento intersticial e broncogramas aéreos. A lavagem broncoalveolar evidenciou numerosas hifas com raros septos bifurcados sugestivos de Aspergillus sp. e a cultura foi positiva para Nocardia sp. e Mycobacterium tuberculosis. Foi instituída terapia com anfotericina B, sulfametoxazol-trimetoprim e anti-retrovirais. Após 20 dias, recebeu alta sem queixas pulmonares. Decorridos 15 dias, retornou com diarréia, febre, disfagia e emagrecimento importante. Foi a óbito após cinco dias, por sepse estafilocócica.

  6. Psicoterapia em grupo de pacientes com transtorno afetivo bipolar Group psychotherapy for bipolar disorder patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bernardo Carramão Gomes

    2007-01-01

    Full Text Available CONTEXTO: Vem crescendo nos últimos anos o número de estudos com abordagens psicoterápicas no tratamento de pacientes com transtorno afetivo bipolar. Contudo, pouco ainda se sabe sobre o efeito que tem estas abordagens nestes pacientes. OBJETIVO: Avaliar a efetividade da terapia de grupo no tratamento do transtorno afetivo bipolar. MÉTODO: Levantamento bibliográfico no Medline, Lilacs, PubMed e ISI de artigos publicados em língua inglesa no período de 1975 a 2005 e busca manual com base na bibliografia dos artigos selecionados. Foram incluídos apenas os estudos que utilizaram grupo controle, randomizados, com casuística superior a 20 pacientes. RESULTADOS: Foram encontrados somente cinco trabalhos, três deles publicados nos últimos cinco anos. Três utilizaram modelos de psicoeducação, encontrando aumento na adesão ao tratamento farmacológico. Um destes verificou redução no número de hospitalizações e recaídas. Dois estudos combinaram psicoeducação e abordagens psicoterápicas variadas. Destes, um mostrou aumento no período de remissão e redução de sintomas para episódios maníacos. CONCLUSÕES: O interesse por intervenções psicoterápicas baseadas em evidência, no tratamento do TAB, vem aumentando nos últimos anos. Este fato contrasta com o baixo número de estudos dedicados à modalidade de atendimento em grupo, que poderia ser muito útil em instituições onde grande número de pacientes é atendido. A complexidade clínica dessa doença, a presença de diversas comorbidades e os diferentes graus de adesão à farmacoterapia demandam a criação de opções terapêuticas variadas que atendam às necessidades de cada indivíduo. Os estudos indicam que a terapia de grupo pode ser uma opção eficaz de tratamento que merece ser mais bem investigado para permitir sua aplicação na prática clínica.BACKGROUND: In the last years there has been a growing number of studies using psychotherapy approaches in the

  7. Insuficiência renal aguda em paciente tratada com ATRA e anfotericina B: relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gelcimar Moresco

    2011-06-01

    Full Text Available O presente relato apresenta o caso clínico de uma paciente com leucemia promie-locítica aguda tratada com ácido todo-transretinoico (ATRA, que apresentou suspeita de síndrome do ácido transreti-noico (síndrome de ATRA. Com a ocor-rência de leucopenia febril inespecífica, foram associados ao tratamento antimi-crobianos e antifúngicos. A diminuição da função renal, observada inicialmente, contribuiu para a suspeita de síndrome de ATRA, que foi agravada pelos antifúngi-cos. Assim, o uso de ATRA foi suspenso, mas somente 8 dias depois foi caracteriza-da pneumonia e descartada a hipótese de síndrome de ATRA. Nesse contexto, foi discutida a nefrotoxicidade do ATRA e a potencialização desse efeito adverso pelo uso de antifúngicos nefrotóxicos, em par-ticular da anfotericina B, assim como a im-portância do diagnóstico diferencial entre síndrome de ATRA e doença infecciosa.

  8. EBV-1 and HCMV in aggressive periodontitis in Brazilian patients EBV-1 e HCMV na periodontite agressiva em pacientes brasileiros

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Soraia Almeida Watanabe

    2007-12-01

    Full Text Available The purpose of the present investigation was to compare the presence of Epstein-Barr virus type 1 (EBV-1 and of Human Cytomegalovirus (HCMV in crevicular fluid samples from deep and shallow periodontal pocket sites of Brazilian patients with aggressive periodontitis. A total of 30 systemically healthy patients with aggressive periodontitis participated in the study. Paper points were inserted into 2 gingivitis sites ( 5 mm in each patient. PCR assay was used to identify genomic copies of HCMV and EBV-1. Twenty-three patients (77% were positive for EBV-1, while only 2 patients (6% were positive for HCMV. The McNemar test revealed a positive association between EBV-1 and periodontal lesions (p = 0.043. Thirty-four (57% out of 60 periodontitis sites were positive for EBV-1, whereas 18 (30% gingivitis sites were positive (p = 0.01. Only two sites (6.7% were positive for HCMV. No positive association was found between HCMV and periodontitis or gingivitis (p = 0.479. The elevated occurrence of EBV-1 DNA in periodontal pockets of patients with aggressive periodontitis supports a possible periodontopathic role of this virus.O objetivo do presente estudo foi comparar a presença do vírus Epstein-Barr tipo 1 (EBV-1 e do Citomegalovírus Humano (HCMV em amostras de fluido crevicular de bolsas periodontais rasas e profundas de pacientes brasileiros com periodontite agressiva. Trinta pacientes sistemicamente saudáveis com periodontite agressiva participaram deste estudo. Cones de papel foram inseridos em 2 sítios de gengivite ( 5 mm de cada paciente. Reações de PCR foram usadas para identificar cópias de DNA genômico de HCMV e EBV-1. Em 23 pacientes (77%, os testes foram positivos para EBV-1, enquanto apenas 2 pacientes (6% foram positivos para HCMV. O teste de McNemar apontou associação positiva entre EBV-1 e lesões periodontais (p = 0,043. Trinta e quatro (57% dos 60 sítios de periodontites foram positivos para o EBV-1, enquanto 18 (30% dos s

  9. Prevalência e preditores de embolia pulmonar em pacientes com insuficiência cardíaca agudamente descompensada

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luís C. L. Correia

    2012-02-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Não existe descrição da prevalência de Embolia Pulmonar (EP em pacientes internados por quadro clássico de Insuficiência Cardíaca descompensada (IC. OBJETIVO: Em pacientes internados por IC, (1 descrever a prevalência de EP, e (2 avaliar a acurácia diagnóstica dos Escores de Wells e de Genebra. MÉTODOS: Pacientes internados primariamente por IC realizaram sistematicamente cintilografia pulmonar de ventilação/perfusão, sendo EP definida por laudo de alta probabilidade. Para fins de interpretação, definimos baixa probabilidade clínica de EP como prevalência < 5%, de acordo com dados da literatura. No cálculo do tamanho amostral, 49 pacientes seriam necessários para fornecer um intervalo de confiança 95% com ± 10% de precisão, estimando uma prevalência a priori de 15%. RESULTADOS: Em 51 pacientes estudados, seis apresentaram cintilografia de alta probabilidade, resultando em prevalência de 12% (95% IC = 5% - 23%. Os Escores de Wells e de Genebra apresentaram área abaixo da curva ROC de 0,53 (95% IC = 0,27 - 0,80; p = 0,80 e 0,43 (95% IC = 0,13 - 0,73; p = 0,56, respectivamente, indicando ausência de acurácia para o diagnóstico de EP. Alternativamente, variáveis relacionadas à IC mostraram tendência a associação com EP e um modelo exploratório formado por esse tipo de variável apresentou acurácia diagnóstica para EP (ROC = 0,81; 95% IC = 0,66 - 0,96; p = 0,01. CONCLUSÃO: (1 A despeito da ausência de suspeita primária, pacientes internados com IC possuem probabilidade clínica intermediária de EP concomitante; (2 Os escores usualmente utilizados para estimar a probabilidade clínica de EP não se aplicam à população com IC e futuros modelos preditores devem contemplar variáveis relacionadas a esta síndrome.

  10. Acidose metabólica em pacientes cirúrgicos de alto risco: importância prognóstica

    OpenAIRE

    João Manoel da Silva Junior

    2015-01-01

    Justificativa e Objetivos: Acidose é uma desordem muito frequente em pacientes cirúrgicos. Neste cenário, permanecem incertas as implicações clínicas da acidose e características de cada tipo. Portanto, é relevante tentar elucidar o papel de cada tipo de acidose no prognóstico de pacientes cirúrgicos de alto risco. Método: Trata-se de estudo multicêntrico observacional prospectivo, realizado em três diferentes hospitais. Os pacientes que necessitassem no pós-operatório de cuidados intensivos ...

  11. Ressecção cirúrgica de metástases pulmonares: estudo prospectivo em 182 pacientes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Younes R.N.

    1998-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: O presente estudo visa avaliar os resultados do tratamento cirúrgico de metástases pulmonares, além de tentar identificar mais precisamente os subgrupos de pacientes que se beneficiariam mais da operação. CASUÍSTICA E MÉTODO: O estudo é uma análise prospectiva de pacientes com história de tumores primários, submetidos à ressecção de nódulos pulmonares com suspeita ou diagnóstico de metástases, para determinar os resultados desta abordagem, e investigar a influência de fatores prognósticos potenciais sobre a probabilidade de sobrevida global ou livre de doença. Foram incluídos neste estudo todos os pacientes (n=182 com neoplasias malignas prévias, e submetidos a toracotomia. RESULTADOS: Os pacientes submetidos à ressecção pulmonar de nódulos suspeitos de metástases revelaram a ausência de qualquer neoplasia em 34 deles (18,6%, seis deles (3,2% apresentaram um segundo tumor primário de pulmão. A sobrevida global dos pacientes foi de 28% em 56 meses. A sobrevida livre de doença de 56 meses foi de 9%. A análise multivariada mostrou que a sobrevida global dos pacientes foi influenciada pelo intervalo livre de doença (menor que 1,5 ano, p=0,002, pela ressecção completa (p=0,039, e pelo número de nódulos malignos ressecados (menor que três nódulos, p=0,016. A sobrevida livre de doença foi significativamente afetada pela ressecção completa das metástases (p=0,0001 e pelo número de nódulos malignos ressecados (menor que três nódulos, p=0,004. CONCLUSÃO: A ressecção cirúrgica de metástases pulmonares beneficia um grupo selecionado de pacientes; estudos complementares são necessários para se definir o valor da associação de outras modalidades terapêuticas na sobrevida destes pacientes.

  12. Estudo de alterações moleculares e sua relação com dados clínico-laboratoriais em pacientes adultos com leucemia mieloide aguda

    OpenAIRE

    2013-01-01

    Marcadores moleculares, como mutações nos genes FLT3 e NPM1, são ferramentas úteis para a avaliação prognóstica de pacientes com leucemia mieloide aguda (LMA) e, até o momento, não tinham sido estudadas em pacientes com LMA no Estado de Pernambuco. Dessa forma, esse trabalho teve como objetivo caracterizar pacientes adultos com LMA diagnosticados na Fundação HEMOPE de acordo com achados clínico-laboratoriais e as mutações nos genes FLT3 e NPM1. Foram incluídos 115 pacientes com LMA de novo (1...

  13. Meningite criptocócica fatal em paciente com lúpus eritematoso sistêmico juvenil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Erica G. Cavalcante

    2014-04-01

    Full Text Available Cryptococose é uma infecção fúngica causada pelo Cryptococcus neoformans, geralmente associada com imunodeficiências e drogas imunossupressoras, e foi raramente descrita em pacientes com lúpus eritematoso sistêmico (LES, particularmente em LES juvenil (LESJ. De janeiro de 1983 a Junho de 2011, 5,604 pacientes foram seguidos em nosso Hospital Universitário e 283 (5% casos preencheram critérios de classificação diagnóstica do Colégio Americano de Reumatologia para LESJ. Apenas um (0.35% destes apresentou meningite criptocócica. Esta paciente teve diagnostico de lúpus aos 10 anos de idade. Aos 15 anos, ela apresentou cefaleia, náuseas e vômitos durante 5 dias, sem febre, após viagem a região de cavernas. Neste momento, ela estava em uso de prednisona 10 mg/dia, azatioprina e hidroxicloroquina. Foi realizada punção lombar e a tintura da Índia foi positiva para cryptococo, a cultura do liquido cerebroespinhal também foi positiva para Cryptococcus neoformans e a pesquisa de antígeno cryptocócico sérico foi positiva em título de 1:280. Azatioprina foi suspensa e anfotericina B liposomal (3 mg/Kg/dia foi iniciada. No entanto, quatro dias após ela desenvolveu amaurose e coma. A tomografia computadorizada de crânio demonstrou áreas isquêmicas e nódulos sugestivos de infecção fúngica. Após quatro dias, ela desenvolveu sepse grave e vancomicina e meropenem foram iniciados, entretanto foi a óbito devido choque séptico. Portanto, meningite cryptocócica foi uma rara e grave infecção oportunista em uma população de lúpus juvenil. Este estudo reforça a importância do diagnóstico precoce e da pronta introdução de agentes antifúngicos, principalmente em pacientes com história de contato com excrementos de pássaros.

  14. Potenciais interações medicamentosas em pacientes com artrite reumatoide Potential drug interactions in patients with rheumatoid arthritis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabíola Bagatini

    2011-02-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: O termo polifarmácia, ou seja, a utilização concomitante de múltiplos fármacos pelo mesmo indivíduo vem sendo amplamente associado a pacientes institucionalizados e idosos, no entanto pode ocorrer em grupos de pacientes portadores de doenças crônicas como artrite reumatoide (AR. OBJETIVO: Quantificar a polifarmácia em um grupo de pacientes com AR e realizar um levantamento sobre o risco de potenciais interações indesejáveis entre os medicamentos utilizados no manejo dessa doença e os fármacos utilizados em enfermidades não crônicas. MÉTODOS: Realizou-se um estudo de coorte com 103 pacientes portadores de AR, atendidos no Componente Especializado da Assistência Farmacêutica/MS, Florianópolis/SC. Os pacientes foram acompanhados mensalmente, por meio de fichas. As interações medicamentosas foram identificadas pelo Drugdex System - Thomson Micromedex® - Interactions. RESULTADOS: Observou-se a presença de polifarmácia em 95,1% dos pacientes e de 19 potenciais interações indesejáveis entre os medicamentos utilizados por 74 pacientes, em média 3,0 ± 1,2 interações/paciente. Todas as potenciais interações estavam relacionadas a metotrexato. Omeprazol foi o principal representante, correspondendo a 29,3% delas, seguido por diclofenaco sódico (17,6% e dipirona sódica (13,2%. CONCLUSÃO: Considerando que este estudo confirma que a polifarmácia é uma prática comum na terapêutica dos pacientes portadores de AR, deve haver maior vigilância acerca de efeitos adversos ou de redução da efetividade de determinados fármacos devido às suas interações farmacológicasINTRODUCTION: The term polypharmacy, meaning the concomitant use of multiple medications by one individual, has been widely reported in institutionalized or elderly patients. It can, however, occur in patients with chronic diseases, such as rheumatoid arthritis (RA. OBJECTIVE: To quantify polypharmacy in a group of RA patients and to assess the

  15. Escore de cálcio na avaliação da aterosclerose em pacientes com HIV/AIDS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Verônica Soares Monteiro

    2011-11-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A terapia antirretroviral aumentou drasticamente a expectativa de vida em pacientes com HIV/AIDS, embora a aterosclerose esteja associada a uma terapia de longo prazo. OBJETIVO: Investigar a prevalência de aterosclerose em pacientes com AIDS submetidos à terapia antirretroviral e a influência de tratamentos de diferentes regimes e durações. MÉTODOS: Pacientes com HIV/AIDS foram abordados durante consultas de rotina. Aqueles que estiveram em terapia antirretroviral por, pelo menos, dois anos tiveram o sangue coletado para análise do perfil lipídico e da glicemia em jejum e foram submetidos à tomografia computadorizada cardíaca para quantificação do escore de cálcio dentro de seis dias, no máximo. A aterosclerose foi definida como escore de cálcio maior que zero (CAC > 0. Fatores de risco tradicionais, síndrome metabólica e o escore de Framingham foram analisados. RESULTADOS: Cinquenta e três pacientes realizaram tomografia computadorizada cardíaca: 50,94% eram do sexo masculino, com idade média de 43,4 anos; 20% tinham hipertensão; 3,77% tinham diabetes; 67,92% tinham hipercolesterolemia; 37,74% tinham hipertrigliceridemia; 47,17% tinham HDL baixo; 24,53% atenderam aos critérios para síndrome metabólica; 96,23% foram classificados no escore de Framingham como "baixo risco"; e 18,87% eram tabagistas. A duração média do tratamento antirretroviral foi de 58,98 meses. A aterosclerose coronária ocorreu em 11 pacientes (20,75%. A duração da terapia antirretroviral não se relacionou à aterosclerose (p = 0,41, e não houve diferenças significativas entre os diferentes esquemas antirretrovirais (p = 0,71. Entre os fatores de risco tradicionais, o tabagismo (OR = 27,20; p = 0,023 e a idade (OR = 20,59; p = 0,033 foram significativos na presença de aterosclerose. Havia tendência para uma associação positiva da aterosclerose com a hipercolesterolemia (OR = 8,30; p = 0,0668. CONCLUSÃO: Os fatores associados

  16. Valor diagnóstico da cintilografia miocárdica em pacientes com doença coronariana multiarterial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Eduarda Menezes de Siqueira

    2011-09-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A cintilografia de perfusão miocárdica (CPM é um método não invasivo extremamente útil na avaliação de isquemia em portadores de doença coronária. Entretanto, persiste o conceito de que não seria um bom método para os portadores de doença coronária multiarterial. OBJETIVO: Avaliar o valor da CPM com gated-SPECT na identificação de isquemia induzida por estresse farmacológico em pacientes com diagnóstico de doença coronária obstrutiva multiarterial. MÉTODOS: Foram incluídos 68 pacientes com diagnóstico de doença coronária obstrutiva multiarterial pela cineangiocoronariografia (cine para realização de CPM sob estímulo farmacológico com dipiridamol. Os exames foram analisados por dois médicos nucleares sem prévio conhecimento do resultado da cine. RESULTADOS: Dos pacientes, 64 (92,8% apresentaram alteração nas imagens de perfusão e 4 (7,2% apresentaram perfusão normal, sendo que, destes, três apresentaram alterações funcionais na análise do gated-SPECT. CONCLUSÃO: A CPM mostrou-se de grande valor na identificação de pacientes portadores de doença coronária multiarterial, já que a maioria dos pacientes apresentou alterações perfusionais sugestivas de isquemia.

  17. Alterações dos hábitos de eliminação intestinal em pacientes hospitalizados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lieselotte Marianne Harder

    1984-06-01

    Full Text Available O presente trabalho procurou estudar as possíveís alterações dos hábitos de eliminação intestinal, em pacientes hospitalizados nas unidades de Clínica Médica, de três hospitais gerais do Município de São Paulo. Procurou-se verificar os tipos de alterações apresentados e as causas que os pacientes atribuem às modificações ocorridas. A população do estudo constou de 200 pacientes, adultos, ambulantes, de ambos os sexos. Conseguiu-se obter os dados do estudo através de entrevista com aplicação de formulário. Os resultados obtidos, levaram às seguintes conclusões: a maioria dos pacientes entrevistados referiu alterações dos hábitos de eliminação intestinal após a internação hospitalar. As causas apontadas pelos pacientes como responsáveis pelas alterações dos hábitos de eliminação intestinal foram agrupadas em: fisiológicas, psicossociais, terapêuticas e ambientais. As fisiológicas e psicossociais foram as que mais se destacaram. A alimentação foi o fator mais apontado como causa fisiológica. Dos fatores psicossociais foram salientados o nervosismo, a ansiedade e a preocupação. Apenas a variável independente sexo, influenciou nas alterações dos hábitos de eliminação intestinal, na hospitalização, conforme resultado estatístico.

  18. Estudo das tensões residuais em juntas soldadas de materiais dissimilares e determinação dos limites de resistência à fadiga dos metais de base Study of residual stress in welds of dissimilar material and determination of fatigue strength limits of base metals

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tanius Rodrigues Mansur

    2011-09-01

    Full Text Available A soldagem de metais dissimilares tem diversas aplicações na indústria. Notadamente na indústria alimentícia e na indústria nuclear, este tipo de junta, comum entre aço carbono A36 e aço inoxidável austenístico ou entre aço inoxidável austenístico e cobre e suas ligas, é sempre motivo de análise e cuidados especiais tendo em vista a necessidade de manter a integridade dos equipamentos. Variações térmicas e dimensionais durante o uso de equipamentos que possuem juntas de materiais dissimilares são sempre preocupantes porque nem sempre se conhece o histórico da fabricação ou mesmo da execução de alguma recuperação, dificultando o gerenciamento do envelhecimento. O conhecimento antecipado destas variações por meio do conhecimento da vida a fadiga pode contribuir muito no projeto, na escolha do processo de fabricação, na escolha do consumível de soldagem e obviamente na conservação e integridade do equipamento. Apresentam-se neste trabalho os resultados obtidos para as tensões residuais nas soldas dissimilares e as curvas S-N-P que relacionam tensão com o número de ciclos e a probabilidade de falha, para 4 metais: cobre eletrolítico, aço inoxidável AISI 304, aço inoxidável AISI 316L e aço carbono A36 que foram posteriormente soldados entre si.The welding of dissimilar metals has many applications in industry. In special, in the food industry and nuclear industry, this type of joint, common between A36 carbon steel and austenitic stainless steel or between austenitic stainless steel and copper and its alloys, is always subject to analysis and special care to maintain equipments integrity. Thermal and dimensional variations during use of equipment that have dissimilar welds are always troubling because not always it is known the history of the manufacture or recovery, making the management of aging difficult. Advance knowledge of these variations through the knowledge of the fatigue life can greatly contribute

  19. Avaliação das funções cognitivas de atenção, memória e percepção em pacientes com esclerose múltipla Evaluation of cognitive functions related to attention, memory and perception of patients with multiple sclerosis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Osmar Frazão Freitas

    2012-01-01

    Full Text Available Esclerose múltipla é uma doença desmielinizante, que leva à destruição de importantes estruturas do Sistema Nervoso Central. Essas lesões podem resultar em déficits cognitivos. Com o objetivo de investigar a relação entre esclerose múltipla e alterações cognitivas de atenção, memória e percepção, foram avaliados 28 pacientes em um Centro Estadual de Referência, que satisfaziam os critérios de inclusão: idade entre 20 e 55 anos, nível escolar mínimo de 2º grau completo e classificação na Escala Expandida de Incapacidade menor que 7,0. Foram empregados quatro testes neuropsicológicos, validados pelo Conselho Federal de Psicologia: teste da cópia e reprodução de memória da figura complexa A de Rey-Osterrieth, teste de aprendizagem áudio-verbal de Rey, teste d2 e teste de dígitos. Para investigar o impacto da fadiga sobre as atividades cognitivas foi utilizada a escala MFIS-21Br. A análise estatística consistiu dos testes ANOVA, t para amostras pareadas ou de Mann-Whitney e de Kolmogorov-Smirnoff, unicaudais à direita, para rejeição da hipótese nula com nível de significância de 0,05. Os resultados apontaram perdas cognitivas com significância estatística nos pacientes com idade entre 40 e 55 anos e nos que apresentaram comprometimento por fadiga nos subdomínios cognitivo e psicossocial. Os pacientes com tempo de doença entre 5,0 e 19,9 anos apresentaram redução da pontuação nos testes, mas sem significância estatística. Concluiu-se que, dentre as funções cognitivas avaliadas, memória foi a mais freqüentemente comprometida, seguindo-se de atenção, sendo a percepção, comparativamente, a mais preservada.Multiple sclerosis is a demyelinating disease that leads to the destruction of important structures of the Central Nervous System. These lesions may result in cognitive deficits. Aiming to investigate the relation between multiple sclerosis and cognitive alterations of attention, memory and

  20. Oscillucusis and sudden deafness in a migraine patient Oscilucusia e perda auditiva em um paciente com migranea

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elcio Juliato Piovesan

    2003-09-01

    Full Text Available Migraine is a complex disease that includes neurologic, gastrointestinal and autonomic symptoms, although headache is most common feature. In a portion of cases headache is preceded by focal neurologic symptoms termed auras. Auditory symptoms only rarely occur as part of an aura. We describe a patient whose 13-year migraine history that included the abnormal perception an oscillation of the intensity of ambient sounds (oscillucusis. During a migraine attack immediately after oscillucusis, the patient developed acute and permanent sudden deafness. Clinical and neurologic examinations revealed only profound hearing loss in her left ear. Audiometric testing confirmed the sensorineural nature of the hearing loss. The clinical aspects and physiopathology of auditory symptoms in this case and in patients with migraine is reviewed.Migrânea é desordem complexa que inclui sintomas neurológicos, gastrointestinais e autonômicos, na qual a cefaléia é o achado predominante. Em uma parcela de pacientes o quadro álgico pode ser antecipado por sinais neurológicos focais conhecidos como aura. Descrevemos um paciente que iniciou sua historia de migrânea acompanhada por sensações de flutuações nos sons ambientes (oscillucusis por treze anos. Durante uma crise de cefaléia imediatamente após a oscillucusia o paciente desenvolveu um quadro agudo e permanente de perda auditiva. Exames clínicos e neurológicos revelaram somente uma perda profunda da audição em ouvido esquerdo, cuja natureza sensorioneural foi confirmada por uma avaliação audiométrica. Os aspectos clinicos e fisiopatológicos dos sintomas auditivos encontrados neste caso e em pacientes com migrânea com aura são revisados e comentados.

  1. Uso do ultra-som para punção venosa central em paciente obeso com adenomegalia cervical

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jaderson Wollmeister

    2008-08-01

    Full Text Available JUSTIFICATICA E OBJETIVOS: As técnicas clássicas para punção venosa central são realizadas com base em referências anatômicas de superfície e conhecimento da anatomia vascular da região em que se realizará a punção. O uso do ultra-som permite a realização da punção sob visão direta das estruturas vasculares, peri-vasculares e da agulha de punção. O objetivo deste relato foi descrever o uso do ultra-som no auxílio de acesso venoso central em paciente obeso e com adenomegalias. RELATO DO CASO: Paciente do sexo masculino, branco, 28 anos, 1,70 m, 120 kg, com diagnóstico de linfoma de Hodgkin esclerose nodular. Solicitado ao Serviço de Anestesiologia do Hospital Governador Celso Ramos, punção de veia jugular interna direita guiada por ultra-som devido à presença de gânglio supraclavicular que prejudicava a referência anatômica de punção e à obesidade do paciente. Após a obtenção da melhor imagem a veia jugular interna esquerda foi puncionada e colocado um cateter venoso de triplo lúmen. A punção foi única, com progressão fácil do cateter e realizada sem complicações. CONCLUSÕES: O uso da ultra-sonografia para punção venosa central pode evitar complicações tornando o procedimento mais seguro para o paciente.

  2. PERCEPÇÕES DA EQUIPE DE ENFERMAGEM FRENTE AO PACIENTE ONCOLÓGICO EM FASE TERMINAL EM UM HOSPITAL DO NOROESTE FLUMINENSE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mirian Pimenta FERREIRA

    2015-12-01

    Full Text Available O diagnóstico da patologia câncer gera sentimentos de insegurança, medo, dentre outros, isso por essa patologia está associado ao forte risco de morte. Os profissionais de enfermagem são geralmente as pessoas que lidam rotineiramente com esses pacientes e suas famílias, portanto, tendo de estar apta a prestar atendimento inerente a sua função como também apoio na esfera psicológica a esses pacientes e familiares, no decorrer do processo do adoecimento. O objetivo deste artigo foi identificar os sentimentos dos profissionais de saúde diante de situações de dor, morte/morrer de pacientes em uma unidade oncológica. A amostra foi constituída de 57 profissionais de saúde tendo como critério serem enfermeiros, técnicos de enfermagem ou auxiliares de enfermagem do setor de oncologia do Hospital São José do Avaí, situado na cidade de Itaperuna/RJ, que responderam a um questionário semi-estruturado contendo perguntas abertas e fechadas. As respostas apontaram situações geradoras de sentimentos como medo, impotência e dificuldade em lidar com a morte e o uso de estratégias (mecanismos psicológicos com a intenção de não se deixarem abater com situações extremas vivenciadas e as ações colaborativas prestadas por esses profissionais na tentativa de minimizar o sofrimento do paciente terminal e seus familiares. Esses profissionais contribuem com ações importantes que podem minimizar o sofrimento do paciente terminal e sua família e que precisam também de ser cuidados psicologicamente para suportarem a vivencia com situações tão extremas.

  3. Manejo da dor de pacientes com aids: análise da estrutura gerencial em hospital de referência

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberta Meneses Oliveira

    2013-04-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi analisar a estrutura gerencial para o manejo da dor em pacientes com aids em um hospital de referência de Fortaleza, CE, Brasil. Pesquisa descritiva com enfoque qualitativo, desenvolvida no ano de 2010. Foram realizadas 20 entrevistas com profissionais de saúde (médicos e enfermeiros, analisadas segundo o referencial da análise de conteúdo. Os dados foram organizados em categorias: condições estruturais favoráveis e desfavoráveis. Constatou-se prevalência de condições desfavoráveis no discurso dos entrevistados, como ênfase no tratamento farmacológico, inexistência de atendimento específico para dor, insuficiência de profissionais experientes no manejo da dor, demanda elevada e falhas no sistema de referência e contrarreferência. Sugere-se instituir novo modelo gerencial de cuidado aos pacientes com aids, enfatizando atendimento interdisciplinar à dor, treinamento de profissionais e aprimoramento de registros em prontuários para utilização de métodos de avaliação e tratamentos mais eficazes.

  4. Estratégias de coping de pacientes oncológicos em tratamento radioterápico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wanderley de Paula Júnior

    Full Text Available Este estudo analisa estresse, estratégias de coping, resiliência e bem-estar subjetivo em pacientes oncológicos em tratamento radioterápico. Sessenta pessoas, com idades entre 26 a 82 anos (20 homens e 40 mulheres responderam as escalas de Bem-Estar Subjetivo, Inventário de Resiliência e de Sintomas de Estresse e Coping Response Inventory - Adult Form (CRI-A. Os resultados apontam que o uso da estratégia de coping direta esteve associado a nível mais elevado de resiliência e afeto positivo, enquanto o uso da estratégia de evitação pode aumentar a percepção de afeto negativo e diminuir o relato de afeto positivo. Conclui-se que as estratégias de coping podem interferir no bem-estar subjetivo e podem estabelecer relação significativa com fatores de resiliência em paciente oncológico em radioterapia.

  5. Efeitos adversos e resposta citogenética em pacientes com leucemia mieloide crônica tratados com imatinibe

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tatiana F. Alvarenga

    Full Text Available A leucemia mieloide crônica (LMC é uma doença mieloproliferativa clonal caracterizada citogeneticamente pelo cromossomo Philadelphia. Dentre as opções terapêuticas estão a hidroxiureia, o interferon-a, o transplante alogeneico de células-tronco hematopoéticas e o imatinibe. Esta última terapia tem demonstrado eficácia, principalmente na fase crônica da doença. Entretanto, alguns estudos têm demonstrado que alterações cromossômicas adicionais levam resistência à terapia, enquanto outros relatam aparecimento de manifestações clínicas indesejáveis, como cefaleia, náuseas e vômitos. Devido à importância desta terapia alvo-molecular, torna-se necessário analisar a resposta deste tratamento considerando a qualidade de vida dos pacientes. O objetivo deste trabalho foi analisar as manifestações clínicas indesejáveis e a resposta citogenética durante o tratamento com imatinibe em pacientes com LMC após uso prévio de interferon-a. O estudo clínico foi feito através de prontuários de 51 pacientes. A análise citogenética foi feita em células de medula óssea através da técnica de bandeamento GTG. As manifestações clínicas mais frequentes foram: cefaleia (37%, náusea (37%, vômito (33% e edema periférico (33%. Esses sintomas foram considerados leves a moderados. Os pacientes que alcançaram resposta citogenética completa tiveram uma sobrevida significativamente maior que os pacientes que não apresentaram resposta citogenética ao tratamento (p=0.007. Oito pacientes sem resposta citogenética faleceram. Nossos resultados mostraram a importância do acompanhamento clínico (analisando o grau de tolerância medicamentosa e citogenético, onde a presença de alterações cromossômicas adicionais mostrou um comportamento biológico distinto que não pode ser avaliado pelas técnicas moleculares. Desta forma, a análise citogenética representa uma importante ferramenta para o diagnóstico e monitoramento destes

  6. Caracterização dos pacientes em uso de drogas vasoativas internados em unidade de terapia intensiva Patients’ characterization in use of vasoactive drugs hospitalized in intensive care unit

    OpenAIRE

    2016-01-01

    Objetivo: Caracterizar o paciente internado em unidade de terapia intensiva (UTI) em uso de drogas vasoativas (DVA). Métodos: Estudo descritivo, retrospectivo, abordagem quantitativa, com 85 pacientes internados na UTI de um hospital municipal, em Fortaleza-Ceará. Coleta dos dados realizada em março e abril de 2011, pela consulta ao relatório de enfermagem. Resultados: 55,3% eram do sexo feminino, com média de idade de 70 anos. O diagnóstico mais comum foi o acidente vascular encefálico (29,4...

  7. Estudo da morbimortalidade em pacientes com trauma pancreático Morbimortality in patients with pancreatic trauma

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Olival Cirilo Lucena da Fonseca Neto

    2007-03-01

    Full Text Available RACIONAL: A lesão pancreática é pouco freqüente após traumas abdominais fechados ou penetrantes, e tem sido relatada entre 0,2 a 12% dos traumas abdominais fechados graves e em cinco a 7% dos traumas penetrantes. A maioria das lesões pancreáticas ocorre em homens jovens e está associada a alta incidência de lesões a órgãos adjacentes e estruturas vasculares importantes. OBJETIVO: Avaliar a morbimortalidade dos pacientes com trauma pancreático, o manuseio aplicado a esses pacientes e sua evolução. MÉTODOS: Estudo prospectivo realizado em pacientes admitidos em unidade de trauma. Treze adultos (> 13 anos foram estratificados em graves e não-graves de acordo com critérios clínicos no momento da identificação do início do quadro e de acordo com os critérios de Baltazar (A, B, C, D e E. O tipo de trauma externo (aberto ou fechado, a classificação do trauma pancreático, números de órgãos acometidos pelo trauma, número de reoperações, o tipo de suporte nutricional e o tempo de permanência hospitalar também foram analisados. A presença de síndrome compartimental abdominal e a necessidade de fechamento temporário foram estudados e comparados com a morbimortalidade nos pacientes. RESULTADOS: Todos os pacientes eram do sexo masculino com a idade média de 28,6 anos (13 a 60 anos e apresentaram pancreatite traumática no pós-operatório. Em sete, o ferimento era penetrante por projétil de arma de fogo; em três, abdominal fechado; em dois, por arma branca; em um, grande queimado (> 50% da área corporal. Quanto à classificação do trauma, os graus I e II ocorreram em 38,46; o grau III,15,38 % e o grau IV, 7,7 % . Foram realizadas drenagens da loja pancreática, hemostasia da lesão e pancreatectomia distal com esplenectomia associado à drenagem cavitária Foram classificados como não-grave, oito pacientes. Dentro dos critérios de Baltazar a predominância foi o grau D e C (quatro pacientes, cada. Não houve grau A

  8. Lesões sequelares na laringe em pacientes com paracoccidiodomicose Sequelae lesions in the larynxes of patients with paracoccidioidomycosis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jose Mauricio Lopes Neto

    2011-02-01

    Full Text Available A Paracoccidioidomicose (PCM é uma doença sistêmica que em sua forma sequelar se caracteriza por manifestações clínicas relacionadas às alterações anatômicas ou funcionais de órgãos e sistemas comprometidos no período de estado. OBJETIVO: Descrever as alterações anatômicas e funcionais laríngeas sequelares em pacientes com paracoccidioidomicose. MATERIAL E MÉTODOS: Estudo retrospectivo, sendo avaliados 49 pacientes do sexo masculino, na faixa etária de 30 a 60 anos, entre 1999 a 2004, com diagnóstico de PCM em acompanhamento pela disciplina de Moléstias Infecciosas e Parasitárias, confirmado pela demonstração do fungo em escarro, exame citológico ou histopatológico. RESULTADOS: As pregas vocais foram a estrutura laríngea mais afetada, em 67% dos pacientes verificaram-se alterações. A epiglote estava acometida em 55% dos casos. As pregas ariepiglóticas tinham modificações em 53% dos pacientes. As pregas vestibulares estavam alteradas em 46% dos casos. Em 40% dos casos verificaram-se alterações em aritenoides. Na fonação, 28% tinham limitação ao movimento das cordas vocais, paresia unilateral ocorreu em 4% casos. Em 24% havia restrição da luz supraglótica e 4% tinham estenose glótica, sendo que 2% precisaram de traqueotomia. CONCLUSÃO: As lesões sequelares na laringe devido à infecção pelo P. brasilienses são extensas e causam restrições funcionais na maioria dos casos.Paracoccidioidomycosis (PCM is a systemic disease that in its aftermath form is characterized by clinical manifestations related to anatomic or functional sequelae of organs and systems affected during the period of state. AIM: To describe the anatomical and functional sequelae in patients with treated laryngeal PCM. MATERIALS AND METHODS: Retrospective study. We reviewed the charts from of 49 male patients, aged between 30 to 60 years, diagnosed with laryngeal PCM during the period of 1999 to 2004. In all patients the diagnosis of

  9. Estudo das vias biliares extrahepáticas em pacientes portadores de "megas" chagásieos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Donald Huggins

    1972-06-01

    Full Text Available Em 22 pacientes internados no Hospital das Clinicas da F. M. U. F. Pe e portadores de "megas" chagásicos. cuja etiologia foi comprovada através de pesquisas epidemiológicas, clínicas e laboratoriais, realizamos a colecisto-colangiografia intravenosa. Verificamos em 21 enfermos a vesícula e o colédoco com topografia, morfologia e dmãmica normais. Em apenas um doente encontramos a vesícula bastante aumentada de volume e o coledoco de calibre dilatado, sem imagem de cálculo no seu interior. O tempo de esvaziamento colédoco-duodeno muito prolongado, sugeriu alterações motoras.

  10. Atividades orofaciais durante o sono em sujeitos normais e pacientes com bruxismo noturno : um estudo controlado por polissonografia

    OpenAIRE

    2009-01-01

    O amplo espectro de atividades motoras do sono (SMA) está presente nas regiões da cabeça e pescoço em pacientes com SB e sujeitos normais (NS), estimadas em um alto nível que pode confundir-se com o valor específico de SB. Portanto, o principal desafio em estudar SMA durante o sono é acessar a especificidade do movimento e classificá-lo como uma atividade usual ou não-usual, por exemplo, desordem de movimento relacionada ao sono. Sugere-se a hipótese de que na ausência de gravação de sinais á...

  11. Estudo das interações medicamentosas em prescrições de pacientes de uma Clínica-Escola de Fisioterapia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jean Charles POPETS

    2016-03-01

    Full Text Available Pacientes portadores de doenças crônicas são, em sua maioria, usuários de uma grande quantidade de medicamentos, o que configura polifarmacoterapia. Estes indivíduos apresentam maior possibilidade de sofrerem efeitos nocivos das interações medicamentosas e isso foi tem sido observado em pacientes de uma Clínica-Escola de Fisioterapia no município de Sorocaba. O objetivo desse trabalho foi investigar evidências de interação medicamentosa em prescrições médicas de pacientes da Clínica Escola de Fisioterapia. Foram analisadas as prescrições médicas dos pacientes da área de Neurologia e ortopedia em tratamento de fisioterapia. Os resultados obtidos foram de uma grande variedade de medicamentos em uso por esses pacientes, apresentando de uma até 14 interações entre os medicamentos utilizados. Os fármacos mais utilizados foram na área de cardiologia, com elevada predominância de associações de losartana e hidroclorotiazida, estando presentes em 28,57% das prescrições analisadas. A hipertensão, em conjunto com o diabetes, causa a piora da saúde, aumentando a necessidade de medicamentos a serem usados nestes pacientes. Com base nos resultados foi possível concluir que as principais interações apresentadas nas prescrições dos pacientes da Clínica-Escola de Fisioterapia, no município de Sorocaba, SP, ocorreram entre as classes de anti-hipertensivos, anti-inflamatórios não-esteroidais e hipoglicemiantes, ratificando a necessidade do profissional farmacêutico na avaliação das prescrições, visando o uso racional de medicamentos.

  12. Função renal em pacientes com leishmaniose muco-cutânea tratados com antimoniais pentavalentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joel Paulo Russomano Veiga

    1985-12-01

    Full Text Available Avaliou-se a função renal em 10 pacientes com leishmaniose muco-cutânea tratados com glucantime (antimoniato de Meglumine, Rhodia ou Pentostam (estibogluconato de sólio, Wellcome. Durante o uso das drogas, verificou-se a existência de um defeito na capacidade concentrante do rim, obtendo-se menores valores da osmolaridade urinária máxima e de depuração negativa máxima de água livre, neste período, em relação aos testes efetuados antes do tratamento. A capacidade de concentração urinária normalizou-se em 5, de 8 pacientes estudados no período de 15 a 30 dias, após a suspensão dos medicamentos, embora com valores de osmolaridade urinária máxima inferiores aos obtidos antes do tratamento. Em dois pacientes surgiu proteínúria, acima de 150 mg/dia, com o uso dos antimoniais, normalizando-se posteriormente. A depuração de creatinina endógena não se alterou significativamente com o uso das drogas. Os resultados sugerem que os antimoniais pentavalentes podem levar a uma disfunção tubular renal, caracterizada por um defeito na capacidade de concentrar a urina, reversível após a retirada dos medicamentos.

  13. Reabilitação vestibular em pacientes idosos portadores de vertigem posicional paroxística benigna

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Resende Carolina R.

    2003-01-01

    Full Text Available A Vertigem Posicional Paroxística Benigna (VPPB é um distúrbio vestibular no qual os pacientes relatam breves momentos de vertigem e/ou leve instabilidade postural, ocasionados por uma mudança brusca na movimentação cefálica ou corporal. OBJETIVO: Verificar o benefício da reabilitação vestibular, realizada em grupo, em pacientes idosos portadores de VPPB. FORMA DE ESTUDO: Clínico prospectivo. MATERIAL E MÉTODO: Foram selecionados aleatoriamente 16 pacientes portadores de VPPB, todos medicados com extrato de Gingko-biloba (40mg de 12/12h durante 30 dias. Oito deles, que formaram o Grupo Experimental, além do medicamento, foram submetidos à reabilitação vestibular e oito compuseram o Grupo Controle que não realizaram nenhum tipo de exercício. Para avaliação do benefício aplicamos a Escala de Atividades de Vida Diária e Desordens Vestibulares proposta por Cohen e Kimball. Para a análise estatística utilizamos o teste t-student. CONCLUSÃO: Nossos resultados apontaram benefício promovido pela reabilitação vestibular em grupo no tratamento de idosos portadores de VPPB; a avaliação qualitativa mostrou-se instrumento importante para a avaliação de benefício para o tratamento proposto; e a reabilitação vestibular em grupo mostrou ser uma excelente estratégia terapêutica.

  14. Estilo de vida em pacientes portadores de diabetes mellitus tipo 1: uma revisão sistemática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silvia Helena de Carvalho Sales-Peres

    2016-04-01

    Full Text Available Resumo O objetivo desta revisão foi verificar dados concernentes sobre a relação existente entre estilo de vida e controle glicêmico em pacientes com Diabetes Mellitus tipo 1 (DM1. Os métodos aplicados incluíram estratégia de busca na literatura, seleção dos estudos por meio dos critérios de inclusão e exclusão de acordo com as características dos estudos. A busca foi realizada nas bases de dados Lilacs, Medline, PubMed, Cochrame, SciELO e IBECS entre 2005 e 2014. Os artigos selecionados foram estudos em humanos, investigando estilo de vida, atividades físicas e níveis glicêmicos. Dos 1798 estudos identificados inicialmente, 11 atendiam aos critérios de elegibilidade. Dentre os estudos analisados foram relacionados 1 de coorte, 1 longitudinal prospectivo, 1 caso controle e 8 transversais que abordavam o tema proposto. A atividade física regular foi a variável que apresentou maior relação com a melhora nos níveis glicêmicos. Vida ativa saudável, dieta balanceada, atividades físicas e educação em diabetes melhoraram o controle glicêmico do paciente DM1. Os resultados permitem concluir que o estilo de vida pautado em atividades físicas interfere diretamente na saúde do paciente com DM1, inclusive contribuindo para o controle glicêmico.

  15. Ecocardiografia sob estresse físico e eventos cardíacos maiores em pacientes com ergometria normal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flávia Ricci Calasans

    2013-07-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: O teste ergométrico (TE, inicialmente indicado para diagnóstico e estratificação de risco da doença arterial coronariana (DAC, apresenta baixa sensibilidade, o que pode implicar em falha na detecção de pacientes com risco aumentado de eventos adversos. OBJETIVO: Avaliar a ecocardiografia sob estresse físico (EEF na predição de eventos cardíacos maiores (ECM e óbitos por todas as causas em pacientes com probabilidade pré-teste intermediária de DAC e TE normal. MÉTODO: Trata-se de estudo retrospectivo em que foram estudados 397 pacientes, com probabilidade pré-teste intermediária de DAC pelo método de Morise e TE normal, submetidos à EEF. Dividiu-se em dois grupos: EEF negativo (G1 ou positivo (G2 para isquemia miocárdica. Os desfechos avaliados foram mortalidade por qualquer causa e ECM, definidos como óbito cardíaco e infarto agudo do miocárdio (IAM não fatal. RESULTADOS: O grupo G1 constituiu-se de 329 (82,8% pacientes. A idade média foi de 57,37 ± 11 anos e 44,1% eram do gênero masculino. Durante o seguimento médio de 75,94 ± 17,24 meses, ocorreram 13 óbitos, dentre eles três por causas cardíacas (IAM, além de 13 IAM não fatais. Isquemia miocárdica permaneceu como preditor independente de ECM (RR 2,49; [IC] 95% 1,74-3,58. As variáveis preditoras de mortalidade por qualquer causa foram gênero masculino (RR 9,83; [IC] 95% 2,15-44,97 e idade > 60 anos (RR 4,57; [IC] 95% 1,39-15,23. CONCLUSÃO: A EEF positiva é preditora de ECM na amostra estudada, o que auxilia na identificação de um subgrupo de pacientes sob maior risco de eventos adversos, apesar de apresentarem TE normal.

  16. OCORRÊNCIA DE DOENÇAS CARDIOVASCULARES E PULMONARES EM PACIENTES COM ARTRITE REUMATÓIDE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mirizana Alves-de-Almeida

    2012-12-01

    Full Text Available Introdução: A Artrite Reumatóide é uma doença inflamatória crônica e sistêmica e pode apresentar sintomas extra articulares, atingindo outros órgãos. Objetivo: Constatar a ocorrência de doenças cardiovasculares e pulmonares e verificar a presença de fatores de risco em pacientes com artrite reumatóide. Metodologia: Esta é uma pesquisa de campo, documental e transversal, realizada no Hospital Geral César Cals, com 44 portadores de artrite reumatóide. Resultados: Dos 44 pacientes, 40 (91% eram do sexo feminino e 4 (9% do masculino, com faixa etária prevalente de 56 a 65 anos. As doenças cardiovasculares ocorreram em 12 pacientes (27,27%, as quais foram: quatro infarto agudo do miocárdio, quatro miocardiopatia hipertrófica, dois varizes, um vasculite e um estenose aórtica. As doenças pulmonares ocorreram em 5 pacientes, não sendo possível destacar prevalência (asma, tuberculose, alergias respiratórias, bronquite e pneumonia. Ao investigar os fatores de risco para doenças cardiovasculares e pulmonares, constatou-se que a maioria estava relacionada aos hábitos de vida, como: hipertensão arterial 33 (30%, tabagismo 29 (26,36%, sedentarismo 22 (20%, etilismo 17 (15,45% e diabetes 9 (8,18%. Dos entrevistados, 16 não praticavam atividade física e 9 praticavam, 15 relataram possuir hábitos alimentares saudáveis e 10 relataram não possuir. Conclusão: Foi encontrada tanto a ocorrência de doenças cardiovasculares (que foi maior como a de doenças pulmonares, enfatizando a importância da detecção e prevenção dos fatores de risco e das alterações cardiovasculares e pulmonares em pacientes com artrite reumatóide, para que se promova assim um tratamento mais completo. Palavras-chave: Artrite reumatóide. Doenças cardiovasculares. Pneumopatias. 

  17. Pacientes em uso de quimioterápicos: depressão e adesão ao tratamento

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bianca Fresche de Souza

    2013-02-01

    Full Text Available Este trabalho trata-se de estudo analítico, transversal, com abordagem quantitativa, que verificou a presença de depressão e a adesão ao tratamento com quimioterápicos em pacientes oncológicos atendidos na Farmácia Central de Quimioterapia de um hospital universitário. A amostra constou de 102 pacientes e a coleta dos dados foi realizada no período de outubro de 2010 a maio de 2011. Utilizou-se a entrevista estruturada, norteada por roteiro contendo dados sociodemográficos, clínicos e terapêuticos; o Teste de Morisky e o Inventário de Depressão de Beck. Os resultados revelaram que 10,8% e 1,9% dos participantes apresentaram depressão moderada e grave, respectivamente. Houve associação estatisticamente significativa entre a presença de depressão e as variáveis renda per capita, número de cirurgias e tempo de doença. Identificou-se falta de adesão ao tratamento em 48% dos participantes. Tais resultados indicam a necessidade de treinamento da equipe de saúde para detectar transtornos depressivos e falta de adesão ao tratamento com quimioterápicos entre pacientes oncológicos.

  18. Prática profissional de enfermeiras que cuidam de pacientes com câncer em hospitais gerais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Josiane Travençolo da Silva

    2012-06-01

    Full Text Available O presente artigo trata de um estudo qualitativo que buscou compreender o típico da prática profissional de enfermeiras que cuidam de pacientes com câncer em hospitais gerais. Para descobrir os motivos que impulsionam a ação desses profissionais e colocar em evidência o que há de original, significativo, específico e típico nesse fenômeno, julgamos que os pressupostos do filósofo Alfred Schütz dariam subsídios para desvelá-los. Os dados obtidos por meio da entrevista semiestruturada mostraram que as enfermeiras reconhecem não possuir o conhecimento teórico necessário e a experiência ou prática suficiente, para cuidar de pacientes com câncer. Assim, não se sentem capazes de desenvolver ações que influenciem positivamente o cuidado a esses pacientes e seus familiares.

  19. Diagnóstico de enfermagem risco de aspiração em pacientes críticos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Miclécia de Melo Bispo

    2016-06-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo: Analisar o diagnóstico de enfermagem: risco de aspiração e a relação com seus fatores de risco no paciente internado na unidade de terapia intensiva. Métodos: Estudo transversal, realizado na unidade de terapia intensiva adulto de um hospital universitário no Nordeste do Brasil, com uma amostra de 86 pacientes. Os dados foram coletados mediante utilização de formulário de entrevista e exame físico, nos meses de outubro de 2013 a maio de 2014. Resultados: O diagnóstico esteve presente em 43 pacientes (50%. Foram identificados 17 fatores de risco, relacionados principalmente a deglutição, nutrição enteral, motilidade gastrintestinal, esvaziamento gástrico, padrão neurológico, interfaces de ventilação, eventos secundários ao tratamento e procedimentos cirúrgicos. Conclusão: O diagnóstico risco de aspiração e seus fatores de risco estão presentes nos pacientes críticos, tornando-se fundamental o planejamento dos cuidados neste contexto.

  20. Níveis NT-Pro-BNP e resposta ao exercício em pacientes com fluxo lento coronariano

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mustafa Yurtdaş

    Full Text Available FUNDAMENTO: Os peptídeos natriuréticos são liberados pelo coração em resposta ao estresse da parede. OBJETIVO: As concentrações de NT-Pro-BNP em pacientes com Fluxo Lento Coronariano (FLC foram avaliadas antes e depois do teste de exercício e comparados com os valores dos controles saudáveis. MÉTODOS: A população do estudo foi de 34 pacientes com FLC [22 homens (64,7%, com idade 51,0 ± 6,2 anos], e 34 indivíduos normais com artérias coronarianas normais [21 homens (61,8%, com idade 53,2 ± 6,6 anos]. As taxas de fluxo coronariano dos pacientes e controles foram determinadas pelo escore TIMI Trombólise no Infarto do Miocárdio (Thrombolysis in Myocardial Infarction. As amostras de sangue foram coletadas em repouso e após o teste ergométrico. RESULTADOS: As concentrações basais de NT-Pro-BNP nos pacientes com FLC foram superiores às dos indivíduos-controle (NT-Pro-BNP: 49,7 ± 14,2 pg/mL vs. 25,3 ± 4,6 pg/mL p <0,0001, respectivamente, e essa diferença entre os grupos aumentou após o teste de exercício (NT-Pro-BNP: 69,5 ± 18,6 pg/mL vs. 30,9 ± 6,4 pg/mL, p <0,0001. No grupo FLC após o exercício, a concentração de NT-Pro-BNP em 15 pacientes com angina foi maior do que aqueles sem angina (76,8 ± 17,8 pg/mL vs. 63,8 ± 17,5 pg/mL, p = 0,041.A concentração de NT-Pro-BNP em 11 pacientes com infradesnivelamento do segmento ST foi também maior do que aqueles sem infradesnivelamento do segmento ST (82,4 ± 17,3 pg/mL vs. 63,3 ± 16,1 pg/mL, p = 0,004. Os aumentos na mediana pós-exercício no NT-Pro-BNP (Δ NT-Pro-BNP foram maiores no grupo FLC do que no grupo de controle (Δ NT-Pro-BNP: 19,8 ± 7,7 pg/mL vs. 5,7 ± 4,5 pg/mL, p < 0,0001. CONCLUSÃO: Os resultados deste estudo sugerem que pode haver uma ligação fisiopatológica importante entre a gravidade do FLC (microvascular ou disfunção da artéria coronária epicárdica e o nível de circulação de NT-Pro-BNP em pacientes com FLC.

  1. Peritonites em pacientes em diálise peritoneal: análise de um único centro brasileiro segundo a Sociedade Internacional de Diálise Peritoneal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Elizabeth Figueiredo

    2013-09-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A peritonite continua sendo a maior complicação para os pacientes em diálise peritoneal (DP. OBJETIVO: Este estudo teve como objetivo determinar as taxas de peritonite por episódio/ano (ep./ ano, ep./ano por microrganismo causador e pela mediana do número de peritonites nos pacientes em diálise peritoneal do Serviço de Nefrologia do Hospital São Lucas da PUCRS. MÉTODOS: Estudo retrospectivo e descritivo, no qual a amostra foi composta de pacientes que fizeram diálise peritoneal no Serviço de Nefrologia do HSL no período de 1984 a agosto de 2012; foram considerados somente os que possuíam dados completos. RESULTADOS: Dos 427 pacientes analisados, 53,2% eram do sexo feminino, com idade média de 48,0 ± 19,9 anos, 13% (56 de diabéticos e 71,5% (303 dos pacientes realizavam seu próprio tratamento. Ocorreram 503 episódios de peritonite e 255 pacientes tiveram pelo menos uma peritonite. Staphylococcus coagulase negativo foi o microrganismo mais prevalente. As causas de saída de tratamento foram óbito, transplante renal e peritonite, com 34,4, 25,8 e 19,2%, respectivamente. A taxa de peritonite foi de 0,63 ep./ano e ep./ ano por microrganismo foi de 0,18 ep./ ano para Staphylococcus coagulase negativo, e de 0,12 ep./ano para Staphilococcus aureus e Gram negativos. A mediana da unidade foi de 0,41. CONCLUSÃO: A taxa de peritonite ep./ano, e a mediana dos pacientes estudados encontram-se dentro do mínimo preconizado, mas abaixo das metas sugeridas, assim como a caracterização de ep./ano por microrganismo.

  2. Cryptosporidiosis occurrence in HIV+ patients attended in a hospital, Brazil Ocorrência de Cryptosporidiose em pacientes HIV+ atendidos em um hospital, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo César Ribeiro

    2004-06-01

    Full Text Available Cryptosporidiosis occurrence was determined in HIV+ patient assisted in the Clinic of Infect-parasitic Diseases in a hospital of Nova Iguaçu, Rio de Janeiro, Brazil, in the period from Juy/1998 to March/1999. In order to research, seventy-five patient, carriers of diarrhea or not, were appraised. The samples of feces were collected and placed in saline solution with formaldehyde (5%. The Modified Ritchie technique was used for the oocysts research, and the smears were stained with Safranine O methylene blue. The results verified 9.33% of positive samples, with higher frequency of cases in patients of the masculine sex from 20 to 50 years old, however without significant difference.A ocorrência de criptosporidiose foi determinada em pacientes HIV+ atendidos na clínica de doenças infecto-parasitárias em hospital de Nova Iguaçu, Rio de Janeiro, Brasil, no período de julho de 1998 a março de 1999. Para a pesquisa, 75 pacientes, portadores ou não de diarréia, foram avaliados. As amostras de fezes foram coletadas e colocadas em solução salina com formaldeído (5%. A técnica de Ritchie modificada foi usada para a pesquisa de oocistos, e os esfregaços foram corados com safranina azul de metileno. Os resultados verificaram 9,33% de amostras positivas, com maior freqüência de casos em pacientes do sexo masculino de 20 a 50 anos, contudo, sem diferença significativa.

  3. Infecções urinárias causadas por Trichosporon spp. em pacientes graves internados em unidade de terapia intensiva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria das Graças Silva Mattede

    2015-09-01

    Full Text Available RESUMOObjetivo:Avaliar a incidência de infecções do trato urinário por Trichosporon spp. em uma unidade de terapia intensiva.Métodos:Estudo descritivo observacional realizado em uma unidade de terapia intensiva no período de 2007 a 2009. Foram analisados todos os pacientes consecutivos que internaram na unidade de terapia intensiva e tiveram o diagnóstico confirmado.Resultados:Vinte pacientes apresentaram infecções do trato urinário por Trichosporon spp. A prevalência foi maior no sexo masculino (65% e na faixa etária superior a 70 anos (55%. A mortalidade foi de 20%. A média de permanência na unidade de terapia intensiva foi de 19,8 dias. Seu aparecimento esteve relacionado ao uso pregresso de antibióticos e foi mais frequente no período que compreendeu o outono e o inverno.Conclusão:A infecção por Trichosporon spp. predominou no sexo masculino, de idade acima de 70 anos, com uso de sonda vesical de demora por mais de 20 dias e com uso de antibióticos de amplo espectro acima de 14 dias. Os pacientes que apresentaram a infecção urinária por Trichosporon spp. ficaram internados nos setores de terapia intensiva, com maior frequência, no período de outono e inverno.

  4. Histerectomia Vaginal Assistida por Laparoscopia em Pacientes com Necessidade de Anexectomia Laparoscopically Assisted Vaginal Histerectomy in Patients Requiring Adnexectomy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisco José Cândido dos Reis

    1998-12-01

    Full Text Available Objetivos: avaliar as vantagens da laparoscopia como instrumento para conversão de histerectomias abdominais em vaginais em pacientes com indicação de anexectomia concomitante, considerando-se a segurança e os custos hospitalares adicionais relativos ao procedimento. Pacientes e Métodos: estudo de caso controle envolvendo 9 pacientes submetidas à Histerectomia Vaginal Assistida por Laparoscopia (HVAL e 18 pacientes-controle submetidas à Histerectomia Abdominal (HA, associadas à anexectomia. Foram avaliadas as características pré-operatórias e os resultados do procedimento. Os grupos HVAL e HA são semelhantes quanto à idade, paridade, cesáreas anteriores, cirurgias prévias e IMC. Resultados: o grupo HVAL apresentou tempo cirúrgico médio de 163,9 minutos e o grupo HA de 142,8 minutos. Não ocorreram complicações pós-operatórias no grupo HVAL, ao passo que no grupo HA houve 2 casos de deiscência de sutura e 1 caso de hérnia incisional. A mediana do tempo de internação foi de 1 dia no grupo HVAL e 2 dias no grupo HA; a mediana do período de convalescença por sua vez foi de 2 e 4 semanas respectivamente. No grupo HVAL, 55,6% das pacientes necessitaram de medicação analgésica no pós-operatório, o que ocorreu em 100% das pacientes do grupo HA. Conclusões: a HVAL mostrou-se vantajosa em relação à HA em termos de melhor recuperação e menor incidência de complicações no pós-operatório. O procedimento é factível com segurança em um Hospital Universitário, não implicando tampouco em custos adicionais com equipamentos ou instrumental.Purpose: to evaluate the advantages of the laparoscopic approach for conversion of abdominal hysterectomies in vaginal hysterectomies in patients with indication of concomitant adnexectomy, being considered the safety and the additional costs of the procedure. Patients and Methods: cases: 9 patients submitted to Laparoscopically Assisted Vaginal Hysterectomy (LAVH associated with

  5. Sintomas de conteúdo religioso em pacientes psiquiátricos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dantas Clarissa de Rosalmeida

    1999-01-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Vários trabalhos têm identificado a importância da religiosidade na vida pessoal, nas relações sociais, nas atitudes e representações relacionadas a saúde e doença, assim como na composição dos sintomas psiquiátricos. Poucos estudos empíricos em nosso meio têm investigado as relações entre religiosidade e perfil psicopatológico. OBJETIVO: O presente trabalho visa avaliar fatores socioculturais e sintomas psicopatológicos gerais associados à presença e intensidade de sintomas com conteúdos religiosos ou místicos. MÉTODO: Foram estudadas 200 internações consecutivas na unidade psiquiátrica da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas. As escalas de avaliação de sintomas psicopatológicos foram: BPRS-forma expandida e o GAS, acrescentando-se um item referente a sintomas religiosos, o qual explicitamente solicitava ao avaliador que verificasse a presença e intensidade de sintomas de conteúdo religioso. O nível de significância estatística considerado foi p<0,01. RESULTADO: Sintomas religiosos com grau de intensidade moderado a muito intenso estiveram presentes em 15,7% dos casos (n=28. Não foram encontradas relações significativas entre presença e intensidade de sintomas religiosos e as seguintes variáveis socioculturais: filiação religiosa, intensidade de prática religiosa e diagnóstico psiquiátrico. Foram encontradas correlações positivas entre presença e intensidade dos sintomas religiosos e sintomas do espectro maníaco. CONCLUSÕES: O presente trabalho, embora de natureza exploratória e preliminar, sugere que se deva estudar com mais cuidado e profundidade as experiências religiosas de pacientes bipolares, particularmente a associação de vivências maníacas a vivências religiosas e místicas.

  6. Anomalias dentárias de número em pacientes ortodônticos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Priscila Ferreira Torres

    Full Text Available ResumoIntroduçãoA prevalência e a distribuição das anomalias dentárias de número variam de acordo com a população estudada.ObjetivoDeterminar a prevalência de anomalias dentárias de número, verificando-se a frequência com relação a gênero, localização e dentes mais acometidos.MétodoForam avaliadas 1.054 radiografias panorâmicas de pacientes com idade entre 5 e 30 anos, realizadas no período de janeiro a março de 2010, em uma clínica particular de diagnóstico por imagem de Teresina-PI. Foram registrados dados relativos a gênero, idade, presença ou ausência de anomalia, dente acometido e localização. Foram realizados os testes estatísticos Qui-quadrado de Pearson e Teste Binominal, para duas proporções.ResultadoA hipodontia, com prevalência de 4,9%, foi encontrada com mais frequência na maxila, não apresentando diferença entre os lados e os gêneros. Os dentes mais ausentes foram: incisivos laterais superiores e segundo pré-molar inferior. Em relação à hiperdontia, com prevalência de 4,0%, não foram observadas diferenças entre gêneros, lados e maxilares. As regiões com maior presença de supranumerários foram: distal dos terceiros molares e entre pré-molares inferiores.ConclusãoFoi observada prevalência de hipodontia de 4,9%, sendo mais comum na maxila, e de hiperdontia de 4%, não apresentando diferença entre maxilares, lados e gêneros.

  7. Há associação entre acyl-grelina e inflamação em pacientes em hemodiálise?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Amanda de Faria Barros

    2013-06-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO E OBJETIVOS: Pacientes com doença renal crônica (DRC apresentam um quadro de anorexia que pode estar relacionado com o processo inflamatório crônico, característico desta população. Assim, o presente estudo teve como objetivo avaliar se há associação entre inflamação e o hormônio orexígeno, acyl-grelina, em pacientes com DRC em hemodiálise (HD. MÉTODOS: Foram estudados 36 pacientes (61,1% homens; 46,7 ± 14,9 anos; IMC 22,9 ± 3,9 kg/m² em programa regular de HD (65,0 ± 46,8 meses em HD. Os níveis plasmáticos de acyl-grelina e dos marcadores inflamatórios (TNF-α, IL-6 e PCR foram medidos com o uso do método imunoenzimático (ELISA, Enzyme Linked Immunosorbent Assay. Dados antropométricos foram coletados para avaliação do estado nutricional e a ingestão alimentar foi analisada por meio de recordatório alimentar de 24h de 2 dias. RESULTADOS: Os pacientes apresentaram elevados níveis de IL-6 (83 ± 10 pg/mL, TNF-α (21,06 pg/mL [20,6-40,0] e PCR (2,7 pg/mL [1,7-3,4] quando comparados a valores normais. Os níveis plasmáticos de acyl-grelina (18,0 pg/mL [1,3-77,7 pg/mL] foram baixos comparados com valores de indivíduos saudáveis. Porém, pacientes com elevado IMC (> 25 kg/m² apresentaram menores concentrações plasmáticas de acyl-grelina (13,6 [1,3-30,5] pg/mL em relação aos pacientes com IMC < 25 kg/m² (21,7 [7,4-77,7] pg/mL (p < 0,05. Houve correlação negativa entre o IMC e acyl-grelina (r = -0,38; p = 0,02, porém, não houve correlação significativa entre acyl-grelina e os marcadores inflamatórios. CONCLUSÃO: Apesar dos pacientes em HD apresentarem baixas concentrações de acyl-grelina e uma provável resistência a este hormônio, não houve associação entre inflamação e acyl-grelina.

  8. Avaliação das resistencias a fratura e a fadiga de tres sistemas de ceramica dental

    OpenAIRE

    1998-01-01

    Resumo: O propósito deste estudo foi investigar a influência das resistências à fratura e à fadiga (a seco e em água destilada) das cerâmicas In Ceram, OPC¿e IPS Empress, fixadas com os cimentos de fosfato de zinco e ionômero de vidro. Cinqüenta e dois corpos-de-prova com 8 mm de diâmetro por 8,5 mm de altura foram confeccionados para cada tipo de cerâmica. Após aplicação do glaze, as coroas foram fixadas sobre os troqueis de metal com os cimentos de fosfato de zinco e ionômero de vidro. Em s...

  9. Estudo comparativo da deglutição com nasofibrolaringoscopia e videodeglutograma em pacientes com acidente vascular cerebral

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Doria Sandra

    2003-01-01

    Full Text Available Os distúrbios da deglutição são bastante freqüentes nos pacientes neurológicos e naqueles com doenças ou seqüelas de cirurgia de cabeça e pescoço, sendo causa de importante morbidade e mortalidade. Apesar do videodeglutograma (VD ser considerado o exame de escolha para a avaliação dos distúrbios da deglutição, este exame apresenta limitações em algumas situações clínicas, além de expor o doente à radiação e ao risco de aspiração do contraste. Em anos recentes, têm sido também utilizadas fibras ópticas flexíveis para avaliar os pacientes com disfagia e outras queixas relacionadas à deglutição. OBJETIVO: Análise comparativa entre os dados obtidos pela NFL e VD em relação a parâmetros estudados por ambos métodos. FORMA DE ESTUDO: Caso controle. MATERIAL E MÉTODO: Foram avaliados prospectivamente 12 pacientes com seqüela de acidente vascular cerebral isquêmico, no período de janeiro a maio de 2002, por meio do estudo dinâmico da deglutição com nasofibrolaringoscopia (NFL e VD, sendo os resultados comparados estatisticamente. RESULTADOS: Enquanto o VD permite a análise da fase preparatória oral e oral da deglutição e o início da fase faríngea, a NFL permite estudo da sensibilidade e mobilidade faringo-laríngea, além da visualização direta do alimento. Através do teste estatístico McNemar, nenhum dos parâmetros analisados apresentou divergência estatisticamente significante (p<0,05 quando comparados os resultados na NFL e VD. CONCLUSÕES: A análise comparativa entre os dados obtidos pelo NFL e VD em relação a parâmetros avaliados por ambos métodos, em pacientes com disfagia, mostraram não haver diferenças significativas entre eles.

  10. Diagnósticos alternativos em pacientes com suspeita de encefalite por Herpes simplex e negativos à reação em cadeia por polimerase (PCR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    DOMINGUES RENAN B.

    2000-01-01

    Full Text Available O objetivo do presente estudo é analisar os diagnósticos encontrados em uma série de pacientes cuja suspeita clínica inicial era de encefalite herpética (HSE, mas que tiveram este diagnóstico afastado através de resultado negativo à reação em cadeia por polimerase (PCR para detecção do Herpes simples (HSV em líquido cefalorraqueano (LCR. Em 43 dos 61 pacientes com suspeita de HSE estudados (70,5% o resultado à PCR foi negativo. O diagnóstico diferencial foi elucidado em 41,9% dos 43 casos em que a PCR para HSV resultou negativa. Nestes, as patologias diagnosticadas foram infecções virais (2 casos-11,1% e não virais (5 casos-27,2%, doenças vasculares (4 casos-22,2%, desmielinizantes (3 casos-16,7%, distúrbios tóxico-metabólicos (3 casos-16,7% e tumor do sistema nervoso central (1 caso-5,6%. A pouca especificidade do quadro clínico e a disponibilidade de tratamento eficaz e seguro para a HSE justificam a grande quantidade de casos tratados com aciclovir, mas cujo diagnóstico de encefalite pelo HSV não foi confirmado. A utilização da PCR no LCR contribuiu para melhor avaliação etiológica dos quadros de encefalite aguda aqui estudados.

  11. Prevalência de doenças crônicas em pacientes geriátricos

    OpenAIRE

    Pinelli, Lígia Antunes Pereira et al.

    2005-01-01

    Introdução: O conhecimento do paciente geriátrico como um todo e não somente de sua boca é de extrema importância. Noções de patofisiologia, das condições crônicas que acometem esses pacientes e da farmacologia das drogas utilizadas serão úteis ao profissional do futuro, isso porque o número de idosos vem crescendo em todo o mundo, mostrando um aumento na demanda odontológica dessa parcela da população. Objetivo: o objetivo deste trabalho foi avaliar as doenças crônicas que mais acometem os i...

  12. Avaliação da resposta imune celular em pacientes com candidíase recorrente

    OpenAIRE

    Carvalho Lucas P; Bacellar Olívia; Neves Nilma A.; Carvalho Edgar M.; Jesus Amélia R. de

    2003-01-01

    A candidíase recorrente cutânea ou mucosa é caracterizada pela ocorrência de, no mínimo, 4 episódios de candidíase no período de um ano. Não são conhecidos os fatores que levam à recorrência desta infecção. O presente estudo avaliou a resposta linfoproliferativa e a produção de IFN-g de pacientes com candidíase recorrente. Os índices de estimulação da resposta linfoproliferativa em culturas de células de pacientes com candidíase recorrente estimuladas com antígeno de Candida albicans, PPD e T...

  13. Avaliação da resposta imune celular em pacientes com candidíase recorrente

    OpenAIRE

    Carvalho, Lucas Pedreira de; Bacellar, Maria Olívia Amado Ramos; Neves, Nilma Antas; Carvalho Filho, Edgar Marcelino; de Jesus, Amélia R.

    2003-01-01

    p. 571-576 A candidíase recorrente cutânea ou mucosa é caracterizada pela ocorrência de, no mínimo, 4 episódios de candidíase no período de um ano. Não são conhecidos os fatores que levam à recorrência desta infecção. O presente estudo avaliou a resposta linfoproliferativa e a produção de IFN-g de pacientes com candidíase recorrente. Os índices de estimulação da resposta linfoproliferativa em culturas de células de pacientes com candidíase recorrente estimuladas com antígeno de Candida alb...

  14. Citocinas pró-inflamatórias em pacientes com dor neuropática submetidos a tratamento com Tramadol

    OpenAIRE

    Kraychete,Durval Campos; Sakata, Rioko Kimiko [UNIFESP; Issy, Adriana Machado [UNIFESP; Bacellar, Maria Olívia Amado Ramos; Jesus, Rogério Santos; Carvalho Filho,Edgar Marcelino de

    2009-01-01

    P. 297-303,May/June. JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: As citocinas pró-inflamatórias têm função importante na fisiopatologia das síndromes dolorosas neuropáticas. O objetivo desse estudo foi avaliar os níveis plasmáticos de citocinas pró-inflamatórias antes e após o tratamento com tramadol em pacientes com hérnia discal e síndrome do túnel do carpo e compará-los com indivíduos normais. MÉTODO: Investigou-se 38 pacientes com dor neuropática por hérnia discal ou síndrome do túnel do carpo. Todo...

  15. Tuberculose refratária disseminada com acometimento do tendão bicipital em paciente imunocompetente

    OpenAIRE

    Oliveira,Marcelo dos Reis; Schiefer, Márcio; Silva,Marcos Britto da; Fontenelle,César; Ching-San Júnior,Yonder Archanjo; Franco, José Sérgio

    2009-01-01

    OBJETIVO: Relatar um caso raro de tuberculose disseminada em paciente imunocompetente, que evoluiu, durante o tratamento medicamentoso padrão, com envolvimento do tendão da porção longa do bíceps e da articulação do ombro. MÉTODOS: À primeira avaliação, o diagnóstico correto não foi feito e o paciente foi tratado com fisioterapia para tendinopatia do manguito rotador. Entretanto, apresentou rápida formação de massa na região anterior do terço proximal do braço e piora da dor. A punção da mass...

  16. Hiperpotassemia na vigência de espironolactona em pacientes com insuficiência cardíaca descompensada

    OpenAIRE

    2008-01-01

    FUNDAMENTO: A incidência de hiperpotassemia relacionada à espironolactona é baixa na insuficiência cardíaca estável, entretanto não foi estudada durante a descompensação. OBJETIVO: Avaliar a influência da espironolactona na insuficiência cardíaca descompensada sobre o potássio sérico. MÉTODOS: Em um estudo de coorte, selecionamos pacientes hospitalizados por descompensação da insuficiência cardíaca, FEVE < 0,45 e potássio sérico entre 3,5 e 5,5 mEq/l. Os pacientes foram divididos segundo o us...

  17. Efeito da brimonidina na circulação retrobulbar em pacientes com glaucoma: estudo com Doppler colorido

    OpenAIRE

    Silva,Maria Rosa Bet de Moraes; Rollo, Hamilton Almeida [UNESP; Schellini, Silvana A.

    2001-01-01

    Objetivo: Avaliar o efeito do tartarato de brimonidina a 0,2% tópico, instilado de 12/12 horas, na circulação retrobulbar em pacientes portadores de glaucoma. Métodos: Foram estudados os 2 olhos de 16 pacientes portadores de glaucoma primário de ângulo aberto e glaucoma crônico de ângulo estreito com iridotomia. Usando o Doppler colorido foram avaliados: velocidade sistólica máxima, velocidade diastólica final e índice de resistência das artéria central da retina, artéria ciliar posterior cur...

  18. Formação de membrana fibrótica cicatricial em paciente submetido à ceratoplastia penetrante

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Augusto Basso Fialho

    Full Text Available RESUMO O surgimento de uma membrana fibrótica opacificada na córnea transplantada é pouco descrito nas literaturas nacional e mundial. O objetivo é relatar o caso de um paciente com leucoma total de olho esquerdo que foi submetido à ceratoplastia penetrante levando a formação de dupla câmara anterior devido ao surgimento de uma membrana fibrótica cicatricial. Paciente do sexo masculino, 54 anos, com leucoma total secundário a ceratite herpética, diabético há 20 anos, em uso de insulina, com retinopatia diabética não proliferativa. Realizou-se cirurgia de membranectomia com complicações pós-operatória.

  19. Alterações odontológicas em pacientes urêmicos em hemodiálise e suas possíveis correlações com neuropatias de nervos cranianos

    OpenAIRE

    2006-01-01

    Este trabalho analisa alterações odontológicas em pacientes com insuficiência renal crônica, em programa de hemodiálise. As alterações odontológicas estudadas foram índice de dentes cariados, perdidos e obturados (CPOD), presença ou ausência de doença periodontal, número de desdentados totais e parciais. Os pacientes foram submetidos a exame neurológico dos nervos cranianos. Foi determinado o pH da saliva antes e após diálise. Dentre os 44 pacientes estudados, foram encontrados 23 desdentados...

  20. Espiritualidade no paciente em diálise: o nefrologista deve abordar? Spirituality for dialysis patients: should the nephrologist address?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giancarlo Lucchetti

    2010-03-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Os trabalhos que tratam da relação entre espiritualidade e saúde têm se disseminado pelas publicações internacionais, mostrando associações entre menores níveis de depressão e ansiedade, melhor qualidade de vida, menor número de internações e mortalidade. OBJETIVOS: Avaliar a relação da espiritualidade, religiosidade e saúde em pacientes em diálise. MÉTODOS: Por meio de consulta nos bancos do SciELO, LILACS, Medline e PsycINFO foi feita revisão de literatura. Foram selecionados e discutidos os artigos que discutiam a relação entre espiritualidade e saúde em pacientes dialíticos. RESULTADOS: Os estudos que abordam o tema demonstram uma relação entre maior espiritualidade e maior religiosidade com melhor qualidade de vida, menor prevalência de depressão, maior suporte social, mais satisfação com a vida e mais satisfação com o tratamento médico provido pelo nefrologista. Da mesma forma, verificou-se que pacientes dialíticos que possuíam menor espiritualidade solicitavam mais tratamentos para estímulo de vida (intubação orotraqueal, por exemplo e que a espiritualidade foi fator de enfrentamento (coping para os familiares dos pacientes em diálise. Na literatura consultada, não foi encontrada associação entre espiritualidade e qualidade do sono, aderência aos medicamentos e mortalidade. CONCLUSÃO: A espiritualidade e a religiosidade possuem um papel importante para o paciente em diálise. Mostra-se relacionada com pontos importantes na própria relação médico-paciente, na qualidade de vida e enfrentamento à doença, devendo ser considerada pelos profissionais que assistem a esse tipo de paciente.INTRODUCTION: Studies on the relationship between spirituality and health are increasingly common in the international literature, showing the association of spirituality with lower levels of depression and anxiety, better quality of life, and lower hospitalization and mortality rates. OBJECTIVES: To

  1. Representações sociais de enfermeiros sobre a religiosidade ao cuidar de pacientes em processo de morte

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fátima Maria da Silva Abrão

    2013-10-01

    Full Text Available Estudo qualitativo, ancorado na Teoria das Representações Sociais a partir do pensamento de Jodelet, realizado em uma Unidade de Terapia Intensiva e Oncologia de um hospital universitário. Objetivou-se compreender as representações sociais dos enfermeiros acerca da religiosidade ao cuidar de pacientes em processo de morte. Os dados foram coletados de maio a agosto de 2010, utilizando a técnica de Análise de Conteúdo de Bardin. As representações da religiosidade inseridas na prática do cuidar de pacientes em processo de morte valorizam as crenças dos profissionais sobre a morte, seu significado permitindo elaborar mecanismos de enfrentamento. Considera-se que a tomada de consciência se dará através da compreensão da realidade e da inserção da temática na discussão da qualidade da saúde e da capacitação dos profissionais.

  2. Fusariose em paciente imunocomprometido: sucesso terapêutico com voriconazol Fusariosis in an immunocompromised patient: therapeutic success with voriconazole

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thaís Prota Hussein Pincelli

    2008-08-01

    Full Text Available A infecção por Fusarium solani é afecção fúngica potencialmente grave em pacientes imunocomprometidos, sobretudo naqueles portadores de neoplasias hematológicas. A mortalidade é alta,sendo limitadas as opções terapêuticas devido às condições da imunidade do doente e à relativa resistência do fungo aos antifúngicos utilizados de rotina. O voriconazol tem-se mostrado boa alternativa terapêutica em pacientes neutropênicos que apresentam fusariose refratária ou pouco responsiva à anfotericina B. Neste artigo relata-se caso de fusariose em doente imunocomprometido tratado com sucesso com voriconazol.Fusarium infection is known to be potentially severe in immunocompromised patients, especially those with hematologic malignancies. Mortality rates are high and there are few therapeutic options, due to the severe underlying condition of this group of patients and the relative resistance of Fusarium to conventional antifungal therapy. Voriconazole has been shown to be an effective antifungal agent for neutropenic patients with fusariosis that are refractory or unresponsive to amphotericin B. We report the successful treatment of disseminated Fusarium infection in an immunocompromised host.

  3. Achados eletrocardiográficos em pacientes com doença renal crônica em hemodiálise

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luís Henrique Bignotto

    2012-09-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A doença cardiovascular é a principal causa de mortalidade de pacientes em hemodiálise. Quando consideradas todas as causas de morte, aproximadamente 30% são classificadas como parada cardíaca, morte de causa desconhecida ou arritmia cardíaca. O prolongamento do tempo de despolarização e repolarização ventriculares, medido pela aferição do intervalo QT no eletrocardiograma de repouso, tem emergido como preditor de arritmias ventriculares complexas, uma importante causa de morte súbita cardíaca. OBJETIVOS: Determinar as alterações eletrocardiográficas presentes em pacientes sob hemodiálise (HD, aferir o intervalo QT e sua relação com variáveis clínicas e laboratoriais. MÉTODOS: Pacientes com idade acima de 18 anos em programa de hemodiálise foram abordados para participarem do estudo, e após anuência, foram submetidos ao exame de eletrocardiograma de 12 derivações. Dados clínicos foram revisados para avaliar a presença de comorbidades, além da aferição de medidas antropométricas e da pressão arterial. Amostras de sangue foram coletadas para determinação da hemoglobina e níveis séricos de cálcio, fósforo e de potássio. RESULTADOS: Cento e setenta e nove pacientes foram incluídos no estudo. A maioria era do sexo masculino (64,8% e da raça branca (54,7%; a idade média foi de 58,5 ± 14,7 anos. Aproximadamente 50% dos pacientes apresentaram ao menos um distúrbio de condução elétrica. Cerca de 50% apresentaram prolongamento do intervalo QTc e experimentaram aumento significativo na frequência de hipertrofia ventricular esquerda (HVE, alterações do ritmo cardíaco, bloqueios de ramo e mais baixos índices de massa corporal (IMC, quando comparados aos pacientes com intervalo QTc normal. CONCLUSÕES: Pacientes com doença renal crônica (DRC em hemodiálise apresentam elevada frequência de achados eletrocardiográficos anormais, incluindo alta prevalência de pacientes com intervalo QTc

  4. Infecção bacteriana em pacientes portadores de Leishmaniase visceral Bacterial infection in patients with visceral leishmaniasis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jaqueline Guerreiro

    1985-12-01

    Full Text Available Uma análise retrospectiva de 63 casos de Leishmaniose visceral (L.V. revelou a presença, em 33 deles, de infecção bacteriana associada. Infecções do trato respiratório foram observadas em 13 (39,3% pacientes, comprometimento de pele em 4 (12%, do trato urinário em 4 (12%, do ouvido em 3 (9%, e de orofaringe em 2 (6%. Sete (21% pacientes apresentaram infecção concomitante em múltiplos sítios. Documentação bacteriológica através de isolamneto do agente etiológico foi obtida em 10, não havendo predominância estatisticamente significante de bactérias Gram positivas ou negativas. Houve 9 casos de óbito nestes 63 pacientes, sendo que em 8 deles a infecção bacteriana fazia parte do quadro clínico final. A análise das taxas de globulinas séricas revelou que infecção esteve presente de modo significativo (p 0.05 com relação ao número de neutrófilos entre os grupos com e sem infecção bacteriana. Concluiu-se, portanto, que infecção bacteriana é um achado freqüente em pacientes com L.V. e se constitui num sinal de mau prognóstico da doença.In an analysis of 63 hospitalized cases with visceral leishmaniasis, the clinical or post-mortem diagnosis of bacterial infection was performed in 33; 13 (39.3% patients had respiratory infection, 4 (12.1% had skin infection, 4 had urinary tract infection, 3 (9.0% showed ear infection and 2 (6.6% had infection of the oral cavity. It is worth mentioning that in 7 (21% cases there was infection in multiple sites. Gram positive and/or Gram negative organisms were isolated from 10 patients. In only two (autopsied cases, infection with less common organisms was recorded, one with disseminated candidiasis and another with disseminated tuberculosis. Death occurred in 9 of the 63 cases, and in 8 of these, concomitant bacterial infection of importance was documented. Patients who had serum globulins lower than 4 g% had significantly more infection (p less than 0.05 than patients with

  5. Grau de dependência dos pacientes em relação à equipe de enfermagem: uma ferramenta de gestão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karen Schein da Silva

    2016-01-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo: Medir o grau de dependência dos pacientes em relação à equipe de enfermagem utilizando o Sistema de Classificação de Pacientes (SCP proposto por Perroca. Métodos: Estudo descritivo exploratório que aplicou instrumento desenvolvido por Perroca durante 43 dias, nos meses de agosto e setembro de 2014, em uma unidade de internação clínica-cirúrgica de um hospital universitário da região sul do Brasil. Resultados: Foram realizadas 641 avaliações, as quais evidenciaram que, em 329 (51,3% das observações, os pacientes necessitaram de cuidados semi-intensivos, seguidos de 205 (32% de cuidados intermediários, 92 (14,4% de cuidados intensivos e 15 (2,3% de cuidados mínimos. Conclusão: Os resultados permitiram identificar a dependência dos pacientes em relação ao cuidado de enfermagem e evidenciaram maior concentração de avaliações em cuidados semi-intensivos. Tal fato leva-nos a refletir sobre as mudanças no perfil epidemiológico dos pacientes internados na instituição.

  6. Mucosite em pacientes portadores de câncer de cabeça e pescoço submetidos à radioquimioterapia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Cristina Schmidt Santos

    2011-12-01

    Full Text Available O objetivo do presente trabalho é classificar o grau de mucosite oral de acordo com os parâmetros internacionais do Common Toxicity Criterion (CTC em pacientes portadores de tumor de cabeça e pescoço submetidos à radioterapia e quimioterapia concomitantes, e caracterizar um perfil dos pacientes em nosso meio, verificando os hábitos dos indivíduos, as características do tumor, o protocolo de tratamento e a intensidade desta reação aguda. Neste estudo foram avaliados 50 pacientes, submetidos à radioterapia em megavoltagem com doses entre 66 a 70 Gy e quimioterapia com cisplatina ou carboplatina concomitante. Semanalmente foi avaliado o grau de mucosite de acordo com o CTC, uma escala ordinal que apresenta 4 graus. Observou-se interrupção do tratamento por mucosite em 36% do total de pacientes e em 100% dos pacientes diabéticos, o que nos permitiu verificar que esta patologia contribui para a gravidade da mucosite.

  7. Avaliação das limitações no comportamento social em pacientes psiquiátricos de longa permanência

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sylvia Gonçalves

    Full Text Available Este texto trata de uma avaliação do comportamento social de pacientes psiquiátricos de longa permanência. Estudos recentes concentram-se nesse tema, considerando-o relevante na transferência do eixo da atenção do hospital para a comunidade. Para avaliar dificuldades e limitações de uma população com longo período de institucionalização, utiliza-se a Social Behavioural Schedule (SBS, que cobre áreas do comportamento referentes às principais dificuldades de pacientes crônicos. Selecionou-se uma amostra de 46 pacientes de uma população de 200 mulheres, com longa história de internação psiquiátrica, residentes em duas moradias protegidas e quatro pavilhões do Núcleo Franco da Rocha (NFR, do Instituto Municipal Juliano Moreira, no Rio de Janeiro. Os resultados obtidos foram comparados aos dados de uma amostra de moradores em um albergue de sem tetos e aos de pacientes de um hospital psiquiátrico, ambos situados em Londres. Os resultados sugerem que significativo percentual dos pacientes que vivem longo tempo em hospitais teriam condições de viver em residências na comunidade.

  8. Associacao entre o indice de respiracao rapida e superficial e o sucesso da extubacao em pacientes com traumatismo cranioencefalico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Helena Franca Correia dos Reis

    2013-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar a associação entre o índice de respiração rápida e superficial e o sucesso da extubação em pacientes com traumatismo cranioencefálico. MÉTODOS: Estudo prospectivo, formado por pacientes com traumatismo cranioencefálico, de ambos os gêneros, ventilados mecanicamente por pelo menos 2 dias, que obtiveram sucesso no teste de respiração espontânea. Foram mensurados, por meio da ventilometria, o volume-minuto e a frequência respiratória, sendo calculado o índice de respiração rápida e superficial (frequência respiratória/volume corrente. A variável dependente foi o resultado da extubação: reintubação em 48 horas (falha da extubação ou não (sucesso da extubação. A variável independente foi o índice de respiração rápida e superficial mensurado após o sucesso no teste de respiração espontânea. RESULTADOS: A amostra foi constituída por 119 pacientes, sendo 111 (93,3% do gênero masculino. A média da idade foi de 35,0±12,9 anos. O tempo médio de ventilação mecânica foi de 8,1±3,6 dias. Cento e quatro (87,4% pacientes obtiveram sucesso na extubação. Não foi observada associação entre o índice de respiração rápida e superficial e o sucesso da extubação. CONCLUSÃO: O índice de respiração rápida e superficial não esteve associado ao sucesso da extubação em pacientes com traumatismo cranioencefálico.

  9. O escore de risco de sangramento como preditor de mortalidade em pacientes com síndromes coronarianas agudas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Carlos Nicolau

    2013-12-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A ocorrência de sangramento aumenta a mortalidade intra-hospitalar em pacientes com síndromes coronarianas agudas (SCAs, e há uma boa correlação entre os escores de risco de sangramento e a incidência de eventos hemorrágicos. No entanto, o papel dos escores de risco de sangramento como fatores preditivos de mortalidade é pouco estudado. OBJETIVO: Analisar o papel do escore de risco de sangramento como fator preditivo de mortalidade intra-hospitalar numa coorte de pacientes com SCA tratados num centro terciário de cardiologia. MÉTODOS: Dos 1.655 pacientes com SCA (547 com SCA com supra de ST e 1.118 com SCA sem supra de ST, calculou-se o escore de risco de sangramento ACUITY/HORIZONS prospectivamente em 249 pacientes e retrospectivamente nos demais 1.416. Informações sobre mortalidade e complicações hemorrágicas também foram obtidas. RESULTADOS: A idade média da população estudada foi 64,3 ± 12,6 anos e o escore de risco de sangramento médio foi 18 ± 7,7. A correlação entre sangramento e mortalidade foi altamente significativa (p < 0,001; OR = 5,29, assim como a correlação entre escore de sangramento e hemorragia intra-hospitalar (p < 0,001; OR = 1,058, e entre escore de sangramento e mortalidade intra-hospitalar (OR ajustado = 1,121, p < 0,001, área sob a curva ROC 0,753; p < 0,001. O OR ajustado e a área sob a curva ROC para a população com SCA com supra de ST foram 1,046 (p = 0,046 e 0,686 ± 0,040 (p < 0,001, respectivamente, e para SCA sem supra de ST foram 1,150 (p < 0,001 e 0,769 ± 0,036 (p < 0,001, respectivamente. CONCLUSÃO: O escore de risco de sangramento é um fator preditivo muito útil e altamente confiável para mortalidade intra-hospitalar em uma grande variedade de pacientes com SCAs, especialmente aqueles com angina instável ou infarto agudo do miocárdio sem supra de ST.

  10. Comorbidades clínicas e psiquiátricas em pacientes com transtorno bipolar do tipo I

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Izabela Guimarães Barbosa

    2011-01-01

    Full Text Available Contexto: O transtorno bipolar tipo I está comumente associado a comorbidades clínicas e psiquiátricas, mas ainda há poucos dados disponíveis sobre pacientes brasileiros. Objetivos: O objetivo do presente estudo foi avaliar a prevalência de comorbidades clínicas e psiquiátricas em uma amostra brasileira de pacientes bipolares tipo I. O objetivo secundário foi investigar as associações de características clínico-demográficas e comorbidades com tentativas de suicídio. Métodos: Foram incluídos neste estudo 94 pacientes bipolares tipo I. O diagnóstico psiquiátrico foi determinado utilizando-se a avaliação Mini International Neuropsychiatric Interview (MINI-Plus. O diagnóstico de comorbidades clínicas foi baseado na história clínica e no acompanhamento de clínicos gerais. Resultados: As comorbidades mais prevalentes nos pacientes bipolares foram: transtorno de ansiedade generalizada (19,20%, dependência de substâncias (43,60%, hipertensão arterial (29,80%, diabetes mellitus (17,00%, dislipidemia (22,30% e hipotireoidismo (19,10%. Não foram encontradas diferenças estatísticas em relação às características demográficas ou à prevalência de comorbidades nos grupos com e sem tentativa de suicídio. Conclusão: Pacientes bipolares atendidos em serviço psiquiátrico apresentam elevada prevalência de comorbidades psiquiátricas e clínicas. Nessa população, tentativas de suicídio não se associam com a presença de comorbidades ou características demográficas.

  11. Custo-efetividade de fondaparinux em pacientes com Síndrome Coronariana Aguda sem supradesnivelamento do ST

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Camila Pepe

    2012-07-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: O uso combinado de agentes antitrombínicos, antiplaquetários e estratégias invasivas na síndrome coronariana aguda sem supradesnivelamento do ST (SCAsSST reduz eventos cardiovasculares. O fondaparinux demonstrou equivalência à enoxaparina na redução de eventos cardiovasculares, porém com menor índice de sangramento nos pacientes que usaram fondaparinux. OBJETIVO: Avaliar o custo-efetividade de fondaparinux versus enoxaparina em pacientes com SCAsSST no Brasil a partir da perspectiva econômica do Sistema Único de Saúde (SUS. MÉTODOS: Um modelo de decisão analítico foi construído para calcular os custos e consequências resultantes dos tratamentos comparados. Os parâmetros do modelo foram obtidos do estudo OASIS-5 (N = 20.078 pacientes com SCAsSST randomizados para fondaparinux ou enoxaparina. O desfecho avaliado foi um composto de eventos cardiovasculares (isto é, morte, infarto agudo do miocárdio, isquemia refratária e sangramentos graves nos dias 9, 30 e 180 pós-SCAsSST. Foram avaliados todos os custos diretos de tratamento e eventos relacionados à SCAsSST. O ano da análise foi 2010 e os custos foram descritos em reais (R$. RESULTADOS: No dia 9, o custo de tratamento por paciente foi R$ 2.768 para fondaparinux e R$ 2.852 para enoxaparina. Aproximadamente 80% do custo total foram associados a tratamentos invasivos. Os custos com medicamentos representaram 10% do custo total. As taxas combinadas de eventos cardiovasculares e de sangramentos maiores foram 7,3% e 9,0% para fondaparinux e enoxaparina, respectivamente. Análises de sensibilidade confirmaram os resultados iniciais do modelo. CONCLUSÃO: O fondaparinux para tratamento de pacientes com SCAsSST é superior à enoxaparina em termos de prevenção de novos eventos cardiovasculares com menor custo. (Arq Bras Cardiol. 2012; [online].ahead print, PP.0-0

  12. Preditores de peritonite em pacientes em um programa de diálise peritoneal Predictor factors of peritoneal dialysis-related peritonitis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Victor Duarte Lobo

    2010-06-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Peritonite é a principal complicação relacionada com a diálise peritoneal (DP. OBJETIVO: Avaliar possíveis preditores para o seu desenvolvimento em pacientes em programa crônico na modalidade. MÉTODO: Realizou-se estudo de coorte retrospectivo em 330 pacientes (média de idade 53 ± 19 anos em programa de DP na Clínica de Nefrologia de Sergipe (Clinese, em Aracaju/ SE, Brasil, entre 1.º de janeiro de 2003 e 31 de dezembro de 2007. Variáveis sociodemográficas e clínicas foram avaliadas comparativamente entre pacientes que apresentaram (141% - 42,7% ou não (189% - 57,3% peritonite. Na análise estatística, utilizaramse teste t de Student, qui-quadrado e modelo de regressão com múltiplas variáveis. RESULTADOS : Ocorreu um episódio de peritoniteacada28,4pacientes/mês(0,42episódio/ paciente/ano. O Staphylococcus aureus foi o agente etiológico mais frequente (27,8%. Não se utilizava antibioticoterapia profilática e 136 pacientes (41,2% haviam apresentado previamente infecção de sítio de saída do cateter peritoneal (ISSCP. Identificou-se maior risco de peritonite nos pacientes com albuminemia INTRODUCTION: Peritonitis remains a major complication of peritoneal dialysis (PD. OBJECTIVE: Evaluate peritonitis incidence, etiology and outcome in cronic PD patients. METHODS: A retrospective cohort study was carried out on 330 patients (mean age of 53 ± 19 years who had been treated by PD in a dialysis center in Aracaju/SE, Brazil between January 1st, 2003 and December 31th, 2007. Data of patients with and without peritonitis were compared using Student's ttest, chi-squared statistic and multiple logistic regression. RESULTS: There were 213 peritonitis among 141 patients (1.51 episode/patient resulting in a rate of 28.44 patient/episode/ month (0.42 patient/episode/year. Staphylococcus aureus was the most frequent micro-organism isolated (27.8%, followed by Escherichia coli (13.4% and 32.5% were culture

  13. Estruturas elásticas e fadiga muscular

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gláucia Andreza Kronbauer

    2013-06-01

    Full Text Available A fadiga muscular pode ser definida pela incapacidade de manter certa tarefa ao longo do tempo; os mecanismos neuromusculares e metabólicos envolvidos na contração muscular estão diretamente associados a esse fenômeno. Este estudo bibliográfico busca descrever as alterações nos elementos contráteis e elásticos envolvidos na contração muscular e sua relação com o desempenho na locomoção. As estruturas contráteis são aquelas que desenvolvem força ativa com gasto de energia metabólica - mecanismo de pontes cruzadas; as elásticas são aquelas que oferecem resistência mecânica ao alongamento sem custo energético - força passiva - e conservam energia elástica para uma nova contração. Após a análise de ambas, é possível afirmar que a fadiga muscular está associada à função das estruturas contráteis e elásticas.

  14. A rabdomiólise está associada à febre dengue em um paciente lúpico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Louise D. Verdolin

    2014-07-01

    Full Text Available Esse relato descreve o caso de uma mulher com lúpus eritematoso sistêmico (LES que sofreu rabdomiólise em seguida à sua infecção pelo vírus da dengue. Foram relatados apenas alguns casos de LES com manifestação de rabdomiólise, nenhum deles associados à febre dengue. A princípio, a paciente apresentava-se com febre alta, mialgia, astenia muscular, leve cefaleia, poliartralgia e trombocitopenia, lembrando uma exacerbação lúpica, mas considerando que o número de pessoas infectadas pela dengue na época era alto e tendo em vista que os sintomas das duas condições são parecidos, foi solicitada sorologia para dengue. Transcorridos alguns dias, a paciente apresentou rabdomiólise, tendo então sido tratada com medicamentos imunossupressivos, alcalinização urinária e hidratação vigorosa, medidas que melhoraram seus danos musculares e a condição inflamatória. A sorologia positiva para dengue nos foi disponibilizada apenas depois da instauração do tratamento descrito acima. A paciente recebeu alta em estado assintomático. Esse caso demonstra a grande semelhança entre a febre dengue e uma exacerbação lúpica; isso deve alertar o clínico para que, especialmente durante uma epidemia, faça uma cuidadosa diferenciação entre essas doenças, de forma a estabelecer uma terapia correta e eficiente.

  15. Prevalência de alta reatividade plaquetária em pacientes tratados com aspirina encaminhados para angiografia coronária

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André Manica

    Full Text Available FUNDAMENTO: A aspirina (Ácido Acetilsalicílico - AAS é capaz de reduzir eventos adversos cardiovasculares em pacientes portadores de Doença Arterial Coronariana (DAC através da inibição da atividade plaquetária. Alguns pacientes com DAC, apesar da terapia com AAS, apresentam Alta Reatividade Plaquetária (ARP, o que determina um maior risco para o desenvolvimento de eventos cardiovasculares. OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi determinar a prevalência de ARP em pacientes tratados com AAS e encaminhados para cinecoronariografia, além de avaliar se existe uma possível correlação entre a gravidade da DAC e o desenvolvimento de ARP. MÉTODOS: Estudo de centro único onde foram incluídos 115 pacientes consecutivos, tratados com AAS e portadores de DAC estável. A reatividade plaquetária induzida pelo ADP e colágeno foram avaliadas através da Agregometria de Transmitância Luminosa (ATL. Pacientes com agregação plaquetária maior que 70%, induzida por ambos os reagentes, foram classificados como tendo ARP e, neste grupo, a adesão ao tratamento com AAS foi avaliada através da dosagem dos níveis séricos de salicilato. RESULTADOS: A média de idade foi de 60,9 anos e a dose média de AAS foi de 164,2 mg. Tabagismo e diabetes melito estavam presentes em 28,7% e 31,5% dos pacientes, respectivamente. Foi encontrada ARP em 14 pacientes (13%, entretanto, em sete indivíduos (50% com ARP observaram-se baixos níveis séricos de salicilato (< 2,0 µg/mL, sugerindo não adesão à terapia medicamentosa. Em 6,5% dos pacientes com ARP identificou-se níveis detectáveis de salicilato sérico, sugerindo uma eficácia reduzida do AAS. A ARP se correlacionou com o número e a gravidade das estenoses coronárias (p = 0,04. CONCLUSÃO: Em uma população de pacientes tratados com AAS e encaminhados para angiografia coronária, a reatividade plaquetária elevada é prevalente (13%, sendo 50% destes pacientes não aderentes à terapia farmacol

  16. Avaliação do hábito intestinal em pacientes com câncer que utilizam morfina para o controle da dor

    OpenAIRE

    Marmo, Michela Cynthia da Rocha [UNIFESP; Caran, Eliana Maria Monteiro [UNIFESP; Puty, Fabiola Castelo Branco [UNIFESP; Morais,Mauro Batista de

    2012-01-01

    JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Há poucos dados na literatura sobre constipação intestinal secundária ao uso de morfina em pacientes com câncer. O objetivo deste estudo foi avaliar o hábito intestinal de pacientes