WorldWideScience

Sample records for extratos da entrecasca

  1. Perfil fitoquímico e ensaio microbiológico dos extratos da entrecasca de Maytenus rigida Mart. (Celastraceae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Charles S. Estevam

    Full Text Available Maytenus rigida Mart (Celastraceae, conhecida por "Bom-homem", "Bom-nome", "Cabelo-de-negro", "Casca-grossa" e "Pau-de-colher", é uma arvore de pequeno porte. A entrecasca do caule é empregada popularmente no Nordeste do Brasil no tratamento das dores em geral, infecções e inflamações. O presente trabalho avaliou tanto o perfil fitoquímico de M. rigida por meio de um roteiro analítico, quanto à atividade antibiótica dos extratos pelo método de Kirby-Bauer modificado. Os resultados demonstraram que os extratos etanólico, aquoso, clorofórmico, acetato de etila e hidroalcoólico de M. rigida apresentam atividade antibacteriana contra Escherichia coli, Pseudomonas aeruginosa e Staphylococcus aureus, enquanto que a fração hexânica não exibe qualquer atividade. Catequinas, quinonas, esteróides, triterpenos, saponinas, flavonóides e compostos fenólicos foram detectados na análise fitoquímica.

  2. Isolamento , caracterização parcial e atividades biológicas da lectina de entrecasca de aroeira(Schinus terebinthifolius Raddi.)

    OpenAIRE

    Mary Alves Viana, Ana

    2002-01-01

    Infusão de entrecasca de Schinus terebinthifolius Raddi., família Anacardiaceae (aroeira), tem sido comumente usada em medicina popular. Lectinas constituem um grupo heterogêneo de proteínas capaz de reconhecer e reversivelmente ligar a carboidratos. O objetivo deste trabalho foi isolar a lectina de entrecasca de S. terebinthifolius e avaliar suas propriedades biológicas. Extrato obtido do pó de entrecasca foi submetido a ensaios de atividade hemaglutinante (AH) usando eritr...

  3. Estudo fitoquímico e atividades leishmanicida, anticolinestarásica e antioxidante de extratos de Annona glabra L. (araticum panã

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antonio Adailson de Sousa Silva

    2015-10-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi investigar as principais classes de compostos químicos presentes em Annona grabra L. (Araticum panã, e avaliar o seu potencial biológico analisando suas atividades antioxidante, antiacetilcolinesterase e leishmanicida. Para tanto, a entrecasca e sementes foram submetidas à extração em aparelho de soxhlet com os solventes orgânicos hexano, clorofórmio, acetato de etila e metanol, obtendo-se os respectivos extratos. Com os extratos foram realizados testes de prospecção fitoquímica, determinação da atividade antioxidante pelo método de inibição do radical livre DPPH e inibição da acetilcolinesterase em ensaio de cromatografia em camada delgada. Os testes de atividade leishmanicida in vitro em formas promastigotas de Leishmania infantum chagasi foram realizados em placa de 96 poços em aparelho ELISA. Os extratos foram testados a 100 μg/ mL. Os testes fitoquímicos revelaram a presença de esteroides, triterpenos, alcaloides, compostos fenólicos e saponinas. Todos os extratos apresentaram inibição da acetilcolinesterase e os extratos hexânicos de ambas partes mostraram maior percentual de inibição de L. infantum chagasi. Nestes extratos, compostos apolares como esteroides e triterpenos podem contribuir para a atividade leishmanicida. Os extratos de melhor atividade antioxidante foram o acetato de etila e metanólico da entrecasca e metanólico das sementes que correspondem aos que contem compostos fenólicos. Conclui-se que A. glabra constitui uma fonte potencial de agentes leishmanicida com possível mecanismo de ação pela inibição da enzima acetilcolinesterase das membranas da L. infantum chagasi, causador da leishmaniose visceral.Phytochemical study and leishmanicidal, anticholinesterase and antioxidant activities of Annona glabra L. (araticum panã extracts ABSTRACT The aim of this study was to investigate the main types of chemical constituents present in Annona grabra L. (araticum pan

  4. Potenciais alternativas com extratos vegetais no controle da pinta preta do tomateiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edvan Nilson de Almeida

    2017-10-01

    Full Text Available Objetivou-se com o presente estudo avaliar o potencial antifúngico de três espécies de plantas medicinais: Zingiber officinale (gengibre, Allium sativum L. (alho e Caryophyllus aromaticus L. (cravo-da-índia in vitro e in vivo, para o controle do patógeno Alternaria solani, agente causal da pinta preta. Avaliou-se in vitro o crescimento micelial, germinação de esporos e o tamanho de tubos germinativos de A. solani nas concentrações de 1,0, 5,0, 10, 15 e 20%. Para a avaliação in vivo sementes de tomateiro cv. Santa Cruz Kada foram semeadas em bandejas de isopor de 200 células contendo substrato comercial. Após 30 dias as mudas foram transplantadas para vasos de 5 L contendo solo e mantidas em casa de vegetação. Os tratamentos para o ensaio em in vivo foram extrato aquoso de gengibre, alho e cravo-da-índia na concentração de 20%. As aplicações foram iniciadas após 47 dias do transplante das mudas para casa de vegetação, sendo realizada uma vez por semana até o momento da colheita. Foram realizadas avaliações da área abaixo da curva de progresso da doença (AACPD, número médio e peso de frutos. Os experimentos foram conduzidos em delineamento inteiramente casualizado, com cinco repetições. Os extratos de cravo-da-índia, alho e gengibre apresentaram efeito inibidor direto sobre o fungo e reduziram a AACPD em 55,8, 29,5 e 22,5% em relação à testemunha água, respectivamente. Esses resultados indicam potencial dos extratos vegetais avaliados no controle da pinta preta do tomateiro, com destaque para o extrato de cravo-da-índia.

  5. Avaliação da atividade antibiótica de extratos de lauraceae

    OpenAIRE

    Barbosa, Rita de C. S. B. C.; Giesbrecht, Astréa M.; Barbosa Filho, José M.; Yoshida, Massayoshi; Gottlieb, Otto R.

    1988-01-01

    Os extratos hexânicas, clarofórmicos e hidroalcoólicos da cálices e dos frutos de quatro espécies de lauráceaes da Amazônia, Licaria armeniaca, Licaria chrysophylla, Aniba riparia e Aniba sp (No provisório 62), foram avaliados quanto à sua atividade antibiótica. Para os ensaios foram utilizadas bactérias Gram-Positivas, bactérias Gram-negativas e leveduras. Os extratos hexânicos e clorofórmicos das duas espécies de Aniba mostraram atividade contra diversos microorganismos. Hexane, chlorofo...

  6. Avaliação da inibição da acetilcolinesterase por extratos de plantas medicinais Evaluation of acetylcholinesterase inhibition by extracts from medicinal plants

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    W.M. Mota

    2012-01-01

    Full Text Available Neste trabalho foi avaliada a atividade inibitória da acetilcolinesterase (AChE pelo método de Ellman, modificado por Rhee, de extratos aquosos e etanólicos de oito plantas utilizadas na medicina popular da região Nordeste do Brasil. O extrato aquoso de E. velutina não apresentou atividade inibitória enquanto o extrato aquoso de Maytenus rigida apresentou baixa atividade inibitória (percentual de inibição de 4%. Detectou-se atividade inibitória moderada com o extrato aquoso de P. piperoides (percentual de inibição de 40 %, enquanto o extrato de V. agnus-castus L. inibiu 74% da atividade da AChE, caracterizando-se como potente atividade inibitória. A avaliação da inibição da AChE com os extratos etanólicos demonstrou que os extratos de Sideroxylon obtusifolium, Erythrina velutina, Vitex agnus-castus, Phoradendron piperoides, Chrysobalanus icaco, Bauhinia cheilantha e Orbignya phalerata não apresentaram atividade inibitória. Baixa atividade inibitória foi observada com os extratos etanólicos de Maytenus rigida (percentual de inibição de 7% e de Hyptis fruticosa (percentual de inibição de 11%. O extrato etanólico de Moringa oleifera apresentou atividade inibitória moderada, inibindo 47% da atividade dessa enzima. Nenhum dos extratos etanólicos testados apresentou atividade inibitória potente da AChE. Os resultados dos estudos de inibição da acetilcolinesterase permitem concluir que o extrato aquoso de V. agnus-castus L. mostrou-se o mais eficaz quanto a inibição da AChE. Este resultado reforça a necessidade da continuidade do estudo desse extrato, de forma a realizar a partição do extrato e a purificação das frações para isolar a molécula responsável pela inibição observada.In this study, we evaluated the inhibitory activity against acetylcholinesterase (AChE according to Ellman's method, modified by Rhee, for ethanol and aqueous extracts from eight plants used in folk medicine in the northeast region of

  7. INFLUÊNCIA DO PRÉ-TRATAMENTO DA POLPA DE PEQUI (CARYOCAR BRASILIENSE Camb. NO RENDIMENTO DO EXTRATO LIPÍDICO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ludmila Pereira AQUINO

    2009-12-01

    Full Text Available

    A extração do óleo da polpa de pequi (Caryocar brasiliense Camb. é, atualmente, realizada em pequena escala, por um processo artesanal que emprega água quente. Para estudar processos alternativos de extração com solvente orgânico, utilizado na indústria, tornase necessário determinar as condições mais adequadas de preparo da polpa e das variáveis envolvidas neste processo. Este trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar a infl uência do pré-tratamento da polpa de pequi no processo de extração do extrato lipídico em batelada, utilizando acetona como solvente. Avaliou-se empregando um planejamento fatorial os efeitos dos fatores cocção (2 níveis: com e sem cocção, laminação (2 níveis: com e sem laminação e secagem (2 níveis: com e sem secagem. Os resultados mostraram a infl uência da água da polpa de pequi no processo de extração. A acetona solubilizou a água da polpa juntamente com o extrato lipídico. O processo de secagemteve efeito signifi cativo sobre o rendimento do extrato, podendo -se concluir que o tratamento da polpa de pequi com maior rendimento do extrato foi com secagem na ausência da cocção. O processo de laminação não infl uenciou o rendimentodo extrato lipídico.

  8. EFEITOS DA LASERTERAPIA DE BAIXA INTENSIDADE E EXTRATOS VEGETAIS NO PROCESSO DE REPARO TECIDUAL: REVISÃO INTEGRATIVA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Paula Pinto

    2017-05-01

    Full Text Available Na prática clínica a Laserterapia de Baixa Intensidade (LBI tem sido usada para promover o alívio da dor, a ação anti-inflamatória, e para acelerar o processo de cicatrização em casos de lesão por queimaduras, feridas cirúrgicas e úlceras crônicas. Além da LBI, diversos tipos de extratos vegetais na forma hidroalcoólica ou óleo essencial, também são usadas para estimular a nutrição de células, a regeneração de tecidos e promover a velocidade de cicatrização de feridas. Neste estudo buscou-se evidências que comparasse ou associasse os efeito da LBI à óleos ou extratos vegetais no processo de cicatrização de feridas. Utilizou-se como metodologia a revisão integrativa. Na análise dos artigos, foram identificados 36 artigos, entretanto após adotar os critérios de inclusão descritos na metodologia, restaram apenas três artigos, sendo duas pesquisas que compararam os efeitos da LBI com o extrato hidroalcoólico uma que analisou a atividade das duas terapias, utilizando o extrato das folhas da Solidago chilensis e a irradiação com laser. Conclui-se que utilização a da LBI e os extratos vegetais, isoladamente, mostram-se efetivas durante o processo de reparo tecidual.

  9. Extrato da casca de Syzygium cumini no controle da glicemia e estresse oxidativo de ratos normais e diabéticos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mazzanti Cinthia Melazzo

    2003-01-01

    Full Text Available O Syzygium cumini, também conhecido como Jambolão é amplamente utilizado na medicina popular para o tratamento da diabetes melito. Este estudo verificou a eficiência do extrato da casca de Syzygium cumini sobre os níveis glicêmicos e estresse oxidativo de ratos normais e diabéticos induzidos por aloxano. Os animais foram divididos em grupo controle (C, controle tratado (CT, diabético controle (DC e diabético tratado (DT. A administração oral do extrato aquoso da casca de Jambolão, na dose de 1g/kg de peso vivo, por um período de trinta dias, não resultou em uma redução significativa na glicemia e nos níveis de hemoglobina glicosilada. Neste estudo, o tratamento com o extrato demonstrou um aumento dos níveis de substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico (TBA-RS no plasma dos ratos do grupo DT (P<0,05, comparado com o C. A atividade da catalase nos rins dos ratos do grupo DC diminuiu significativamente (P<0,01 e no fígado houve uma elevação significativa dessa enzima no grupo DC (P<0,01. Estes resultados indicam que o extrato da casca do Jambolão não possui efeito hipoglicemiante em ratos diabéticos induzidos pelo aloxano. O efeito antioxidante desta planta não foi suficiente para diminuir significativamente a produção de TBA-RS. A diminuição da atividade da catalase nos rins pode ser devida à exaustão ou inibição desta enzima e seu aumento, no fígado, devido ao estresse oxidativo, ocasionado pelo estado diabético.

  10. Avaliação do uso de extratos vegetais para controle da hemoncose em ovinos naturalmente infectados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Matheus Diniz Gonçalves Coêlho

    2017-03-01

    Full Text Available A ovinocultura no Brasil tem sido considerada uma importante prática econômica. Entretanto, há alguns problemas relacionados com esta prática, dentre os quais se destaca a hemoncose. Haemonchus contortus é tido como o principal helminto parasita de ovelhas, considerando-se o fato de ser o único hematófago direto, podendo causar anemia, perda de peso, edema submandibular, baixa qualidade da carne e da lã e óbito de uma grande porcentagem do rebanho. Atualmente, opta-se pelo tratamento alopático para controle da hemoncose, porém, devido ao uso repetitivo, observa-se desenvolvimento crescente de resistência. Neste sentido, a fitoterapia tem se destacado como uma alternativa promissora. Sendo assim, no presente trabalho objetivou-se avaliar a atividade anti-parasitária de três extratos vegetais: extratos hidroalcoólicos obtidos por percolação de Lepidium didymum e Momordica charantia, e extrato aquoso de Tagetes minuta. Animais da raça santa Inês foram triados para identificação de espécimes parasitados e separados em quatro grupos com seis animais cada, sendo um grupo controle sem tratamento, e os demais tratados com 200 mg/dia (5 mg/kg de peso corpóreo com os três extratos, durante 5 dias. Após o tratamento foi realizada determinação de OPG (ovos por grama de fezes pelo método MacMaster com modificação. Observou-se que o os animais dos grupos tratados com os extratos de L. didymum e M. charantia apresentaram redução significativa (p<0,05 do número de OPG observado, portanto, esses extratos podem ser úteis no tratamento da hemoncose ovina.

  11. Avaliação da atividade citotóxica dos extratos etanólicos da casca e das folhas da Terminalia fagifolia Mart. sobre células normais e tumorais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia Siqueira de Melo Rodrigues

    2017-02-01

    Full Text Available Introdução: A procura por novas alternativas terapêuticas, como as que utilizam as plantas medicinais, tem despertado grande interesse da comunidade científica na busca por tratamentos mais eficientes para as doenças, incluindo o câncer. Terminalia fagifolia Mart. é uma planta medicinal encontrada no Cerrado brasileiro, usada popularmente no tratamento de aftas e tumores. Objetivos: Avaliar a atividade citotóxica dos extratos etanólicos da casca e das folhas da Terminalia fagifolia em linhagens celulares NIH 3T3 e L929 e tumorais PC3 e B16F10. Métodos: Foi realizada a metodologia de determinação da viabilidade celular em ensaio com monocamada de células utilizando o ensaio MTS. As linhagens NIH 3T3, L929, PC3 e B16F10 foram expostas por 24 horas a diferentes concentrações dos extratos etanólicos da casca e folhas da Terminalia fagifolia. Resultados: Os resultados adquiridos mostraram que os extratos apresentaram viabilidade celular, sendo considerada de moderada a alta, para as células normais NIH 3T3 e L929 e citotoxicidade severa para as células tumorais PC3 e B16F10. Dessa forma, torna-se necessária a continuidade dos estudos com essa planta, pois os extratos da casca e das folhas apresentaram atividades antitumorais muito promissoras. Conclusões: Os extratos da casca e das folhas demonstraram viabilidade celular ≥ 50% nas linhagens celulares normais NIH 3T3 e L929 e demonstraram atividade citotóxica para as linhagens tumorais PC3 e B16F10, apresentando redução da viabilidade celular em torno de 60% e 70%, respectivamente.

  12. Avaliação da atividade antimicrobiana e citotóxica de extratos de Gochnatia polymorpha ssp floccosa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Élida A. Stefanello

    Full Text Available Neste estudo procedeu-se a avaliação da atividade antimicrobiana e citotóxica de extratos de Gochnatia polymorpha ssp floccosa, espécie empregada na medicina popular contra doenças respiratórias. Folhas, cascas do tronco e ramos foram extraídos com hexano, diclorometano e etanol, sucessivamente, sendo obtidos os respectivos extratos brutos. A atividade antimicrobiana foi determinada pelo método de difusão em ágar utilizando-se bactérias Gram-positivas, Gram-negativas e fungos. A avaliação da citotoxicidade foi realizada empregando-se o ensaio de letalidade contra Artemia salina. Nenhum dos extratos mostrou atividade citotóxica. Os extratos das folhas apresentaram uma fraca atividade antimicrobiana frente a algumas cepas de Staphylococcus aureus e Streptococcus mutans, enquanto o extrato em diclorometano dos ramos e o extrato em etanol das cascas foram ativos contra Micrococcus luteus, Staphylococcus aureus e S. epidermidis. A maior atividade antimicrobiana foi observada para o extrato em diclorometano das cascas, que inibiu o crescimento de Micrococcus luteus, Staphylococcus aureus, S. epidermidis, Streptococcus mutans, Enterococcus faecalis e Candida albicans. Esta atividade parece estar relacionada à presença de diterpenos no extrato. Nenhum dos extratos estudados (a 5,0 mg/mL mostrou atividade frente a cepas de bactérias Gram-negativas. Esses resultados demonstram o potencial dessa planta como fonte de compostos antibacterianos e justificam, parcialmente, seu uso popular.

  13. Avaliação dos efeitos miorelaxante, antiespasmódico e antinociceptivo do extrato aquoso da Phoradendron piperoides (Kunt. Trel. (Viscaceae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kellyane S. Dias

    Full Text Available Foram investigados os efeitos miorelaxante, antiespasmódico e antinociceptivo do extrato aquoso liofilizado das folhas da Phoradendron piperoides. A toxicidade aguda também foi avaliada. No íleo isolado de cobaio, o extrato aquoso da P. piperoides (0,05 - 2,0 mg/mL produziu relaxamento de forma concentração-dependente (IC50 = 0,114 mg/mL e, na concentração de 1,5 mg/mL, reduziu a amplitude das contrações induzidas por carbacol (2 µM, histamina (2 µM e BaCl2 (0,03 M em 46,6; 38,6 e 55,3% (p < 0,001, respectivamente. Em camundongos, o extrato aquoso liofilizado (100-400 mg/kg não reduziu de forma significativa as contorções abdominais induzidas por ácido acético, não modificou o tempo de reação dos animais no teste da formalina e não aumentou o tempo de latência ao calor no teste da placa quente. No ensaio de toxicidade aguda utilizado, não foi detectada a morte de nenhum animal após tratamento com doses de até 5 g/kg (p.o. do extrato. Em conclusão, os resultados obtidos indicam que o extrato aquoso da P. piperoides apresenta efeito antiespasmódico e baixa toxicidade aguda. O extrato, no entanto, não possui efeito antinociceptivo.

  14. Avaliação da atividade fungicida de extratos e óleos essenciais sobre ferrugem asiática da soja

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daísa Bigaton

    Full Text Available Os extratos e óleos essenciais extraídos de plantas têm grande potencial no controle de fitopatógenos, por sua ação fungitóxica direta, inibindo o crescimento micelial e a germinação de esporos, e pela capacidade de induzir o acúmulo de fitoalexinas nas plantas. Objetivou-se com esse trabalho avaliar o efeito de diferentes extratos metanólicos e óleos essenciais sobre a ferrugem asiática da soja (Phakopsora pachyrhizi. O experimento foi realizado em casa-de-vegetação e sala de incubação. Utilizou-se o delineamento inteiramente casualizado com sete tratamentos e dez repetições. A cultivar de soja utilizada foi a BRS 245RR; os tratamentos constaram de óleos essenciais e extratos metanólicos dos gêneros Schinus terebinthifolius (aroeira-pimenteira, e Trichilia silvatica (quebra-machado, catiguá-vermelho, surfactante Tween 80 a 1% (v/v e a testemunha água. As plantas foram pulverizadas com os respectivos tratamentos e inoculadas artificialmente com o fungo cerca de 24 horas depois. As características analisadas foram: número de folíolos/parcela; índice de clorofila; altura de plantas; intensidade da ferrugem asiática da soja; número de folíolos com ferrugem; número de folíolos com aspecto queimado. As plantas pulverizadas com extrato de Schinus a 5% (m/v e óleo de Schinus a 1% (v/v mostraram maior intensidade da doença, comparadas às pulverizadas com água. Estes dois tratamentos e o óleo de Trichilia a 1% provocaram uma maior incidência de folíolos queimados, indicando fitotoxicidade à cultura.

  15. Atividade antimicrobiana do extrato alcoólico do fruto da Caesalpinia ferrea Mart

    OpenAIRE

    Tomaz, Klívio Loreno Raulino

    2010-01-01

    O tratamento usual da mastite bovina é realizado com administração de antimicrobianos, que muitas vezes, promovem a resistência bacteriana a esses compostos. Medicamentos fitoterápicos têm sido utilizados, porém nem todas essas opções apresentam comprovação científica acerca da eficácia de ação contra os agentes causadores da enfermidade. O objetivo desse estudo foi avaliar a atividade antimicrobiana do extrato alcoólico do fruto da Caesalpinia ferrea Mart. frente a bactérias c...

  16. Triagem fitoquímica e avaliação da atividade antibacteriana de extratos das flores de Sambucus nigra L. (Caprifoliaceae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    A.K. MATTE

    2015-01-01

    Full Text Available RESUMO O presente trabalho teve como objetivo realizar a triagem fitoquímica e avaliar a atividade antibacteriana de extratos das flores de Sambucus nigraL. Os extratos; aquoso (10 %, etanólico (5 % e Acetato de etila (5 % foram submetidos a testes colorimétricos para triagem fitoquímica e a avaliação da atividade antibacteriana foi realizada pelo método de disco-difusão em ágar. Os resultados mostraram que nas concentrações de 6 e 12 mg o extrato aquoso apresentou halos significativos de inibição para Staphylococcus aureus, Pseudomonas aeruginosa e Streptococcus pyogenes, porém, quando comparado aos medicamentos usados como referência a atividade não foi satisfatória, e, ainda, evidenciou a ausência de inibição para todas as cepas testadas com o aumento da concentração para 18 e 24 mg. A análise da triagem fitoquímica evidenciou a presença de flavonoides com intensa reação de cor no extrato aquoso e etanólico, e de fraca intensidade no extrato acetato de etila. Nos mesmos extratos, pelos testes realizados, não foram detectados taninos, saponinas, antraquinonas e alcaloides. Concluiu-se que o extrato aquoso apresentou melhor efeito inibitório para Staphylococcus aureus, Pseudomonas aeruginosa e Streptococcus pyogenes, porém insuficiente para promover a inativação eficiente quando comparado aos controles.

  17. Avaliação da atividade antimicrobiana do alho (Allium sativum Liliaceae e de seu extrato aquoso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    G.M. Fonseca

    2014-01-01

    Full Text Available Objetivou-se avaliar a atividade antimicrobiana do alho (Allium sativum Liliaceae, in natura, e do extrato aquoso, frente à Candida albicans (Ca e a Estreptococos do grupo B (EGB. O alho in natura e os extratos aquosos 30% e 170%, foram submetidos à avaliação da atividade antimicrobiana usando os métodos de Difusão em Ágar pela técnica do disco e do poço. Os resultados mostraram que o alho, in natura, apresentou halo de inibição de 55,3 ± 2,6 milímetros (mm frente a Ca e de 27,1 ± 2,6 mm frente à EGB, enquanto o halo de inibição do miconazol foi de 24 ± 0,5 mm e o da Penicilina G de 29,8 ± 0,3 mm. O extrato aquoso de alho a 30% não apresentou atividade antimicrobiana frente à Ca e à EGB Já o extrato aquoso de alho a 170% apresentou halo de inibição frente a Ca, de 11,3 ± 0,7 mm na técnica do disco e de 14,5 ± 0,9 mm na técnica do poço, porém não inibiu o crescimento da EGB Conclui-se que o alho in natura apresentou melhor efeito inibitório frente às cepas de Ca e de EGB

  18. Atividade antimicrobiana dos extratos metanólicos da raiz, caule e folhas de Croton pulegioides Baill. (Zabelê

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    L.G. Arrais

    2014-01-01

    Full Text Available O uso popular de plantas medicinais continua sendo de grande interesse para a população, principalmente em países em desenvolvimento, nos quais o acesso à medicina alopática ainda é muito restrito. Assim, além de sua importância na medicina tradicional, o conhecimento das plantas pode fornecer para a indústria farmacêutica, direta ou indiretamente, princípios ativos de interesse terapêutico. No presente trabalho foi avaliada a atividade antimicrobiana dos extratos metanólicos secos de Croton pulegioides Baill. obtidos a partir da raiz, do caule e das folhas nas concentrações de 25, 50 e 100mg/mL utilizando o método de difusão em Agar (técnica de poços frente a cinco cepas Gram-positivas, três cepas de fungos e três cepas de bactérias Gram-negativas. Na execução do estudo foi utilizado o antibiótico Gentamicina (100µg/mL no teste com bactérias, e Cetoconazol (300µg/mL para as Candidas verificando-se, ao mesmo tempo, a ausência de atividade para o diluente DMSO 20% em água. Na observação dos resultados evidenciaram-se halos de inibição indicando atividade dos extratos metanólicos da raiz, caule e folhas, nas concentrações de 50 e 100mg/ml, frente Bacillus subtilis AM 04; dos extratos metanólicos da raiz e do caule, nas concentrações de 50 e 100mg/ml, frente Staphylococcus aureus AM 103 (ATCC 6538; e do extrato metanólico do caule, nas concentrações de 50 e 100mg/ml, frente S. epidermidis AM 235. Por outro lado, todos os extratos foram inativos nas concentrações avaliadas frente às bactérias Gram-negativas utilizadas no estudo (Pseudomonas aeruginosa AM 206, Escherichia coli AM 1050 e Klebsiella pneumoniae AM 410. Referente à atividade sobre fungos, os extratos metanólicos da raiz e do caule inibiram, nas três concentrações avaliadas, o crescimento de Candida tropicalis AM 1181 e C. albicans AM 1140, enquanto o extrato das folhas, inibiu o crescimento de C. tropicalis AM 1181 nas concentra

  19. Atividade antifúngica do extrato de Psidium guajava Linn. (goiabeira sobre leveduras do gênero Candida da cavidade oral: uma avaliação in vitro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pollianna M. Alves

    Full Text Available O presente estudo teve como objetivo avaliar a atividade antifúngica do extrato da folha de Psidium guajava Linn. sobre leveduras do gênero Candida, isoladas da cavidade oral, incluindo Candida albicans, C. tropicalis, C. stelatoidea e C. krusei, em análise comparativa com o gluconato de clorexidina à 0,12%. Os ensaios antifúngicos foram realizados pelas técnicas de difusão em meio sólido para a determinação da Concentração Inibitória Mínima (CIM. A CIM do extrato de Psidium guajava sobre C. albicans e C. tropicalis foi de 1:32, C. stelatoidea e C. krusei de 1:2, formando, em média, halos de inibição entre 11 e 22 mm. Diante dos resultados, concluí-se que o extrato da folha de Psidium guajava (goiabeira apresenta a capacidade de inibir o crescimento de leveduras do gênero Candida da cavidade oral, o que sugere a possibilidade de utilização deste extrato como meio alternativo no tratamento das candidose orais.

  20. Efeito inibitório de extratos vegetais sobre Colletotrichum gloeosporioides - agente causal da podridão de frutos de mamoeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ribeiro Luiz Fernando

    1999-01-01

    Full Text Available Extratos aquosos foram obtidos a partir de bulbilhos de alho, folhas de hortelã e mamona e frutos de pimenta. Após a incorporação destes extratos em BDA, obtendo-se concentrações de 100, 200, 500, 1000, 5000 e 10000 ppm, foi avaliado o crescimento e a produção de conídios de um isolado de Colletotrichum gloeosporioides, agente de podridão em frutos de mamoeiro. Os resultados demonstraram o efeito inibitório dos diferentes extratos a partir da concentração de 200 ppm. O extrato de alho inibiu o crescimento micelial, em porcentagens variáveis de 5,3 a 67,6%, porém não atuou de modo expressivo sobre a produção de conídios. Em contraposição, os extratos de hortelã, mamona e pimenta promoveram inibição menos acentuada do crescimento de micélio, porém reduziram drasticamente a produção de conídios em níveis variáveis de 41 a 84%, de acordo com as concentrações crescentes dos mesmos. As propriedades fungitóxicas detectadas nos extratos utilizados no ensaio evidenciaram o uso potencial dos mesmos como alternativa aos métodos físicos e químicos convencionalmente usados para o controle da doença.

  1. Atividade antimicrobiana dos extratos de folhas e ramos da Ilex paraguariensis A. St.-Hil., Aquifoliaceae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bruno De Biasi

    Full Text Available Para avaliação da atividade antimicrobiana de Ilex paraguariensis foram utilizados seis microrganismos: Candida albicans, Escherichia coli, Proteus mirabilis, Pseudomonas aeruginosa, Staphylococcus aureus e Staphylococcus epidermidis. O método utilizado foi de difusão do disco. Foram adicionados em discos de papel filtro 10 µl de extratos hidro-alcoólicos das folhas e ramos coletados de dois ambientes distintos, com e sem exposição ao sol. As placas foram incubadas a 35- 37 ºC por 24 h. Os extratos inibiram levedura, bacilos gram-negativos e cocos gram-positivos, não mostrando atividade frente à Escherichia coli.

  2. Emprego da farinha e do extrato de frutanos de yacon na elaboração de apresuntados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ellem Waleska Nascimento da Fonseca CONTADO

    2015-03-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi desenvolver duas formulações de apresuntado contendo farinha de yacon e extrato de frutanos de yacon visando obter produtos de melhor qualidade nutricional e ricos em fibras alimentares. Os apresuntados foram elaborados substituindo-se a fécula de mandioca (1,73% pela farinha de yacon e a água da formulação (37,85% pelo extrato aquoso de frutanos. Os efeitos dessas substituições nas qualidades tecnológicas e sensoriais dos apresuntados foram avaliados comparando-os com um controle. Os resultados obtidos demonstraram existirem diferenças significativas entre as formulações e evidenciaram que a adição da farinha de yacon ao apresuntado originou uma formulação com menor teor de sódio, índice de amarelo, tonalidade, dureza, flexibilidade, adesividade e menores notas nos quesitos sabor e impressão global. Entretanto revelaram que o apresuntado elaborado com extrato de frutanos apresentou uma aceitabilidade semelhante ao controle, porém com menor dureza e maiores teores de potássio e fibras, originando um produto cárneo benéfico à saúde.

  3. EXTRATOS VEGETAIS, FORMULAÇÕES A BASE DE EXTRATO VEGETAL E PRODUTOS QUÍMICOS NO CONTROLE DA MANCHA BACTERIANA DO MARACUJAZEIRO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosemary Corrêa Costa

    2017-05-01

    e as avaliações foram realizadas pela contagem do número de colônias do patógeno. Nos ensaios em casade-vegetação a aplicação dos tratamentos foi realizada 7 dias antes da inoculação de X. axonopodis pv. passiflorae para as formulações e extratos e 2 dias antes da inoculação para os produtos químicos. As avaliações de severidade da doença foram realizadas em intervalos de 48 horas. Os produtos oxitetraciclina, fluazinam, mancozeb, oxicloreto de cobre, Fitoforce Cobre e Fitoforce Plus inibiram totalmente o crescimento in vitro da bactéria. Em casa-de-vegetação, todos os tratamentos reduziram significativamente a severidade da mancha bacteriana com reduções entre 54 e 62%, com exceção do Fitoforce Plus que apresentou porcentagem de controle abaixo de 50%.

  4. Avaliação da atividade antimicrobiana de extratos vegetais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    D.C. Michelin

    Full Text Available Especialmente nas últimas décadas, inúmeros esforços têm sido dirigidos para conferir às plantas seu real papel e valor na terapia. Neste estudo foi avaliada a atividade antimicrobiana de extratos secos de Artemisia absinthium L. (losna, Mentha pulegium L. (poejo, Punica granatum L. (romã, Xanthosema violaceum Schott (taioba e Syzygium cuminii L. (jambolão. Para avaliar a atividade antimicrobiana foi realizado o teste de difusão em ágar, com 15 diferentes microrganismos, utilizando discos impregnados com as dispersões aquosas dos extratos vegetais. A Concentração Inibitória Mínima (CIM foi determinada para os extratos que apresentaram atividade inibitória. Os resultados mostraram que os extratos de X. violaceum e S. cuminii inibiram, respectivamente, 8 e 6 bactérias. Conclui-se que os extratos de X. violaceum e S. cuminii são capazes de inibir expressivamente o crescimento microbiano.

  5. Avaliação da bioatividade dos extratos de cúrcuma (Curcuma longa L., Zingiberaceae em Artemia salina e Biomphalaria glabrata

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos R. M. da Silva Filho

    Full Text Available A cúrcuma é o rizoma limpo, em boas condições, seco e moído da Curcuma longa L., uma planta herbácea da família Zingiberaceae. Visando novas alternativas para o controle da esquistossomose, os extratos de Curcuma longa L. foram testados para a avaliação da atividade moluscicida contra caramujos adultos da espécie Biomphalaria glabrata, e toxicidade (ensaio de letalidade com Artemia salina. A oleoresina e o óleo essencial de cúrcuma foram ativos contra Artemia salina (CL50 = 80,43 e CL50 = 319,82 μg/mL, respectivamente e também ativos contra os indivíduos adultos de Biomphalaria glabrata (CL50 = 58,3 e CL50 = 46,73 μg/mL, respectivamente. A partir dos resultados obtidos pôde ser concluído que ambos os extratos podem constituir uma alternativa no controle da população desses caramujos e na redução da esquistossomose.

  6. EFEITO DO CONGELAMENTO SOBRE A ESTABILIDADE DA POLPA DE ACEROLA ADICIONADA DE EXTRATO COMERCIAL DE PRÓPOLIS*

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Michelline Viviane Marques das NEVES

    2009-09-01

    Full Text Available

    Polpa de acerola, adicionada de extrato comercial de própolis, foi armazenada sob congelamento durante 180 dias, com o objetivo de avaliar o efeito desse processo de conservação sobre as características físico-químicas. Desta forma, foram montados quatro experimentos; controle 1: polpa com adição de 0,5% de água destilada (v/v; controle 2: polpa com adição de 1,0% de água destilada (v/v; tratamento 1: polpa com adição de 0,5% de extrato de própolis (v/v e tratamento 2: polpa com adição de 1,0% de extrato de própolis (v/v. No tempo zero e a cada 30 dias, as polpas foram analisadas quanto os teores de antocianinas totais, de ácido ascórbico bem como, quanto à capacidade de seqüestrar o radical DPPH e as características cromáticas. Comparando os valores inicias e após 180 dias de armazenamento constata-se que, tanto nos controles como nos tratamentos, houve redução no teor de antocianinas totais e no teor de ácido ascórbico bem como alteração nas características cromáticas revelando que as polpas ficaram mais claras e mais amareladas. No entanto, nos tratamentos, não foram detectadas perdas da capacidade de seqüestrar o radical DPPH, o que provavelmente tenha sido decorrente da adição de extrato de própolis.

  7. ATIVIDADE ANTIOXIDANTE E ANTIFÚNGICA DE EXTRATOS VEGETAIS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    M. S. OLIVEIRA

    2008-11-01

    Full Text Available

    A proposta desta investigação foi medir os conteúdos fenólicos totais, avaliar a atividade antioxidante, e a atividade antifúngica de extratos de laranja, limão, maçã, banana, batata, berinjela, arroz e trigo. Os conteúdos de fenóis totais dos extratos foram quantifi cados por método espectrofotométrico, utilizando o reagente folin-ciocalteau e testados quanto a atividade antioxidante em um sistema enzimático na redução da atividade da peroxidase. Foi avaliada a atividade antifúngica sobre o fungo Aspergillus flavus, sendo sua produção de afl atoxina B1 avaliada em placas de petri com BDA. os valores de velocidade máxima das reações enzimáticas indicaram que os extratos vegetais estudados promoveram inibições de 22% a 98% na reação de escurecimento enzimático em 10 minutos. O comportamento das velocidades das reações de escurecimento em diferentes concentrações de substrato sugere que as reações de inibição são do tipo não competitiva, exceto para os extratos das cascas de banana, berinjela e polpa de maçã. Os extratos das polpas de limão, laranja e banana e das cascas de maçã apresentaram atividade antioxidante maior que a atividade antifúngica sobre Aspergillus flavus. Todos os extratos vegetais, excetuando-se a polpa da batata, inibiram totalmente a produção de afl atoxinas.

  8. ATIVIDADE ANTIOXIDANTE DE EXTRATOS DE RESÍDUO AGROINDUSTRIAL DE GOIABA (PSIDIUM GUAJAVA L.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosilda Josefa NASCIMENTO

    2010-11-01

    Full Text Available

    Como o objetivo de avaliar o potencial antioxidante de resíduo agroindustrial de goiaba (semente, extratos hidroacetônico, hidrometanólico hidroetanólico e aquoso, obtidos por extração seqüencial, foram submetidos à quantificação do teor de fenólicos totais e a determinação da atividade antioxidante, utilizando dois ensaios: co-oxidação β-caroteno/ácido linoléico e inibição da peroxidação do ácido linoléico. Os extratos hidroacetônico e hidrometanólico exibiram o maior teor de fenólicos totais (5.317,27 e 2.176,46µg mL-1, respectivamente, enquanto que o aquoso e hidroetanólico os mais baixos teores destes constituintes, sendo, portanto, estes últimos excluídos dos experimentos. Em sistema da co-oxidação β-caroteno/ácido linoléico, o extrato hidroacetônico exibiu o mais elevado percentual de inibição da oxidação (81,95%. A cinética da reação revelou que estes extratos, com valores de F1 inferior a 1, são eficientes no início do processo oxidativo, porém exibem atividade pró-oxidante na etapa de propagação da reação em cadeia. O extrato hidroacetônico associado ao BHT em quantidades inferiores a 40mg. L-1 exibe atividade antioxidante estatisticamente semelhante a do BHT na concentração de 100mg.L-1. A ação do extrato hidroacetônico (74,32% e 80,13% sobre a peroxidação do ácido linoléico foi superior a do extrato hidrometanólico (50,50% e 73,70%, nas duas concentrações testadas (140 e 240mg.L-1. Em meio lipídico, o extrato hidroacetônico exibe ação antioxidante relevante, entretanto, apresenta eficiência apenas na etapa inicial da oxidação.

  9. Influência da temperatura de secagem e da concentração de Aerosil®200 nas características dos extratos secos por aspersão da Schinus terebinthifolius Raddi (Anacardiaceae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    E.A.F. Vasconcelos

    Full Text Available A Schinus terebinthifolius Raddi é muito usada na medicina popular e atualmente como fitomedicamento pelas propriedades antimicrobiana, cicatrizante e antiinflamatória. O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência da temperatura de entrada e a concentração de Aerosil®200 nas características de extratos secos por aspersão da Schinus terebinthifolius Raddi. Os extratos preparados com etanol 70 °GL foram secos em Mini-spray dryer, Buchi B191, com adição do adjuvante tecnológico numa proporção de 20:80; 25:75 e 30:70 (p/p Aerosil®200: resíduo seco, variando a temperatura de entrada de 120 °C a 160 °C. A umidade residual, o rendimento final do produto e o aumento da massa frente à umidade relativa controlada de 90 % foram usados como critério de avaliação. A análise de superfície de resposta revelou que à medida que a temperatura e a concentração de Aerosil aumentam, diminui a umidade residual dos extratos, bem como sua higroscopicidade. As melhores condições de secagem foram a temperatura de entrada de 140 °C e 30 % do adjuvante, resultando em rendimento acima de 80 %.

  10. Avaliação da atividade antioxidante em diferentes extratos da polpa e sementes da romã (Punica granatum, L. Antioxidant activity evaluation of different polarities extracts by pulp and seeds of pomegranate (Punica granatum, L.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Archilla Jardini

    2007-03-01

    Full Text Available Avaliou-se a atividade antioxidante dos extratos etéreo, alcoólico e aquoso obtidos da polpa e das sementes da romã (Punica granatum, L., utilizando-se dois sistemas: 1 co-oxidação do beta-caroteno/ácido linoléico e 2 Rancimat®. Inicialmente foram determinados os compostos redutores presentes na polpa (1.214 mg/100 g e nas sementes (1.732 mg/100 g e, em seqüência, avaliou-se nos extratos, através de cromatografia em camada delgada (CCD, a presença de compostos fenólicos com atividade antioxidante. Os extratos aquosos tanto da polpa quanto das sementes apresentaram as maiores porcentagens de inibição da oxidação: 87,31% e 93,08%, respectivamente. Através da avaliação cinética pelo teste de co-oxidação com beta-caroteno e ácido linoléico, pôde-se verificar que a alta porcentagem da atividade antioxidante dos extratos aquosos é devida à capacidade de inibir a oxidação nas fases inicial e mais avançada do processo oxidativo, agindo por mecanismos primário e secundário. Todos os extratos (etéreo, alcoólico e aquoso apresentaram elevada capacidade em prolongar o período de indução da oxidação, medida pelo aparelho Rancimat®, sendo, ainda, significativamente (pIn etheric, alcoholic and aqueous extracts obtained from pomegranate (Punica granatum, L. pulp and seeds their antioxidant activity was evaluated by using two systems: co-oxidation of beta-carotene/linoleic acid and 2 Rancimat®. First of all, the presence of reducing compounds was detected in the pulp (1,214 mg/100 g and in the seeds (1,732 mg/100 g. The phenolic compounds with antioxidant activity were then evaluated in the extracts using thin-layer chromatography (TLC. The aqueous extracts from the pulp and the seeds showed the highest antioxidant activity of 87.31% and of 93.08%, respectively. The kinetic curves obtained by cooxidation of beta-carotene and linoleic acid substrates also showed the highest values in the aqueous. These results were

  11. Compostos fenólicos da casca de Handroanthus heptaphyllus (Mart. Mattos e efeitos do extrato aquoso no perfil lipídico, glicêmico e na lipoperoxidação em ratos diabéticos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    B.S. GROCHANKE

    2016-01-01

    Full Text Available RESUMO A preocupação com o tratamento do Diabetes mellitus (DM leva a uma crescente busca por terapias alternativas, como o uso de plantas medicinais, entre as quais, destaca-se o uso de Handroanthus heptaphyllus (Mart. Mattos (popular Ipê roxo. Neste estudo realizamos a investigação química da presença de compostos fenólicos em H. heptaphyllus e o efeito do tratamento com o extrato aquoso da casca desta planta em parâmetros bioquímicos e nos níveis de lipoperoxidação tecidual e plasmática em animais diabéticos. Metodologia: Ratos Wistar machos foram submetidos ao desenvolvimento do quadro de DM por meio da administração intraperitoneal (IP de Aloxano monohidrato (150 mg/Kg IP. Após a confirmação de hiperglicemia (>200 mg dL-1, os animais foram distribuídos nos grupos Diabético (D; n=6 e Diabético Tratado (DT; n=6. O tratamento consistiu na administração diária do extrato aquoso da casca de H. heptaphyllus via oral (v.o. (150mg/Kg v.o. por quatro semanas. O extrato aquoso foi analisado qualitativamente por cromatografia de camada delgada. Resultados: A análise qualitativa do extrato aquoso da casca indicou a presença de compostos fenólicos da subclasse flavonoides. O tratamento com o extrato aquoso reduziu a glicemia de jejum a partir da 3ª semana de tratamento, melhorou a resposta glicêmica à sobrecarga de glicose, diminuiu os níveis de triglicerídeos e índice LDL (Triglicerídeos/HDL. Estes resultados sugerem o uso terapêutico do extrato aquoso das cascas de H. heptaphyllus no tratamento do DM.

  12. Extrato de alho no controle in vitro e in vivo da antracnose da videira Garlic extract in the in vitro and in vivo control of anthracnose of grapevine

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    C.D. Leite

    2012-01-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficiência in vitro e in vivo do extrato bruto de alho no controle da antracnose da videira (Elsinoe ampelina. No primeiro experimento in vitro, adicionaram-se doses de 0, 5, 10, 15, 20, 25 ou 30 mL L-1 de extrato bruto de alho em meio batata-dextrose-ágar (BDA antes da esterilização em autoclave e em meio fundente. Após 3, 5, 7 e 9 dias de incubação a 24 ± 2ºC e fotoperíodo de 16 horas, mensurou-se o crescimento micelial de E. ampelina. No segundo experimento in vitro, repetiu-se a metodologia de adição de extrato em meio fundente acrescentando 2,5 mL L-1 de óleo vegetal e uma testemunha absoluta somente com BDA. Avaliação da germinação de E. ampelina foi realizada após duas horas e após quatro horas de incubação a 24ºC e luz constante. O delineamento experimental utilizado para os experimentos in vitro foi inteiramente casualizado, com quatro repetições e parcela experimental constituída por uma placa de Petri. No experimento a campo, logo após a poda da videira cv. Isabel pulverizou-se semanalmente, sobre as folhas da planta, as doses de extrato bruto de alho acrescida do óleo, exceto na testemunha absoluta (sem tratamento. A partir dos primeiros sintomas da antracnose da videira, avaliou-se a severidade que foi expressa em área abaixo da curva do progresso da doença (AACPD. O delineamento foi em blocos ao acaso com cinco repetições. Constatou-se que o extrato bruto de alho reduziu o crescimento micelial do patógeno, principalmente ao adicioná-lo em meio de cultura, antes da esterilização, quando expressou o máximo potencial antifúngico. Ao adicionar o óleo vegetal às doses de extrato, constatou-se inibição total nas doses de 25 ou 30 mL L-1. Este efeito aditivo entre esses compostos também foi constato no teste de germinação de E. ampelina. Em condições de campo, o extrato bruto de alho reduziu a AACPD em 83,59% na dose de 25 mL L-1.The aim of this study

  13. Comparative study of antibacterial and antifugal activity of callus culture and adult plants extracts from Alternanthera maritima (Amaranthaceae Estudo comparativo da atividade antibacteriana e antifúngica de extratos obtidos da cultura de calos e da planta adulta de Alternanthera maritima (Amaranthaceae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcos J. Salvador

    2004-06-01

    Full Text Available The aim of this study was to evaluate the antibacterial and antifungal activity of callus culture (two different hormonal combination culture medium and adult plants (two collect extracts from Alternanthera maritima (Amaranthaceae investigating the maintenance of antimicrobial activity in vivo and in vitro. The antibacterial and antifungal activity was determined by the agar-well diffusion method against thirty strains of microorganisms including Gram-positive and Gram-negative bacteria, yeasts and dermatophytes. All the organic crude extracts studied were bioactive. Extracts of aerial parts and roots of adult plants collected during the same period of years of 1995 and 1998 (Restinga de Maricá (RJ, collect 1 and 2 inhibited the growth of several microorganisms (bacteria, yeasts and dermatophytes with inhibition halo between 6 and 20 mm. Plant cell callus culture extracts obtained from two culture conditions were also bioactive. Thus, the positive results suggest that the A. maritima extracts should be further studied to determine the bioactive chemical compounds as well as to understand the possible mechanisms of action and evaluate their toxicity looking toward a pharmaceutical employment.Neste estudo procedeu-se a avaliação da atividade antibacteriana e antifúngica dos extratos brutos de Alternanthera maritima (Amaranthaceae planta in natura de duas coletas distintas e obtidos por cultura de células buscando-se averiguar a manutenção da atividade antimicrobiana dos extratos obtidos da planta in vivo e in vitro. A ação antibacteriana e antifúngica foi determinada pelo método de difusão em ágar (técnica do poço utilizando-se trinta cepas de microrganismos indicadores (bactérias Gram-positivas e Gram-negativas, leveduras e dermatófitos. Todos os extratos obtidos com solventes orgânicos avaliados apresentaram-se bioativos com halos de inibição de 6 a 20 mm. Os extratos da planta in natura das duas coletas (Restinga de Marica

  14. Doses de extrato pirolenhoso no cultivo de orquídea

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jenniffer Aparecida Schnitzer

    2015-02-01

    Full Text Available O extrato pirolenhoso vem sendo utilizado para diversos fins na agricultura, como a melhoria do desenvolvimento vegetativo, a fertilização orgânica, o condicionamento do do solo e a indução de enraizamento. Este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito de diferentes doses de extrato pirolenhoso no cultivo da orquídea Cattleya loddigesii Lindl. Utilizaram-se plantas propagadas in vitro, as quais foram cultivadas em vasos com substrato composto de fibra de coco, casca de pinus e casca de arroz carbonizada (1:1:1 v/v/v. As regas foram realizadas manualmente duas vezes por semana, no outono e no inverno, e três vezes por semana, na primavera e no verão. Os tratamentos foram: 0,0 (controle, 0,1, 0,2, 0,3, 0,4, 0,5 e 0,6%, valores que correspondem a 0, 1, 2, 3, 4, 5 e 6 mL L-1 de extrato pirolenhoso, respectivamente, aplicados utilizando-se o produto diluído em água, no volume de 50 mL por vaso a cada 30 dias. Após 12 meses do início do experimento, foram avaliados altura da parte aérea, número de brotos, número de folhas, número de pseudobulbos, comprimento da maior raiz, número de raízes, comprimento da maior folha, massa fresca total, massa seca da parte aérea e pH do substrato. A análise química foliar foi realizada para os elementos cálcio, magnésio, fósforo, potássio e nitrogênio. Observou-se que a aplicação do extrato pirolenhoso foi eficaz no cultivo da espécie Cattleya loddigesii Lindl., sendo recomendada a dose de 0,6%.

  15. ESTUDO DA PREPARAÇÃO DOS EXTRATOS DE PRÓPOLIS E SUAS APLICAÇÕES ESTUDY OF THE PREPARATION OF THE PROPOLIS EXTRACTS AND YOURS APLICATIONS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Yong Kun PARK

    1998-08-01

    Full Text Available A obtenção dos extratos etanólicos de própolis foi feita utilizando água e diferentes concentrações de etanol como solventes. Esses extratos foram analisados quanto ao seu espectro de absorção por espectrofotometria na região ultravioleta ("U.V. scanning", por cromatografia em camada delgada de alta performance e por cromatografia liquida de alta eficiência (CLAE. O pico de absorção máxima de todos os extratos foi a 290 nm sendo o extrato etanólico a 80% o que apresentou maior absorção. A maioria dos flavonóides foram extraídos nas concentrações alcóolica entre 60 a 80%. Foram testados ainda o efeito anrirnicrobiano, antioxidante e anflinflamatório desses extratos. Verificou-se que os extratos etanólicos de própolis entre 60 a 80% inibiu satisfatoriamente o crescimento microbiano e os extratos etanólicos a 70 e 80% apresentaram grande atividade antioxidante, e ainda, o extrato etanólico a 80% foi a que melhor resultado apresentou sobre a inibição da atividade da enzima hialuronidase.Ethanolic extracts from propolis were performed by using lhe water and vaflous coneentrations of etanol as solvent. The extracts were investigated by measurement of absorption spectruin with Uv-spectrophotometer ("UV-scanning", reversed phase-high performance thin-layer chromatography, Reversed phase-HPLC. Maximum absorption of ali extracts was 290 nm, resembling flavonoid compounds and 80% ethanolic extract showed highest absorption at 290 nm. The most isosakuranetin, quercefin, and kaempferol were extracted from mixtures of propolis and 60% etanol, whereas 70% etanol extracted te most pinocembrin and sakuranetin, but 80% etanol extracted more kaempferide, acacetin, and isorhamnetin from propolis. The 60 to 80% ethanolic extracts ofpropolis inhibited highly to microbial growth and 70 and 80% ethanolic extracts showed lhe greatest antioxidant activity and 80% ethanolic extract inhibited highly to hyaluronidase activity.

  16. Óleos e extratos vegetais no controle da ferrugem asiática da soja (Glycine max (L.) Merril.)

    OpenAIRE

    Borges, Daniella Ines

    2007-01-01

    A agricultura atual tem aumentado o seu potencial de produção graças à aplicação de produtos químicos para o controle de pragas e de doenças de plantas, o que tem causado sérios prejuízos ao meio ambiente e à saúde do agricultor. A exploração da atividade biológica de compostos secundários de plantas pode constituir mais uma forma potencial de controle alternativo, reduzindo, assim, o impacto ambiental. Portanto, este trabalho teve por objetivo selecionar extratos e óleos essenciais vegetais ...

  17. Preparação e estabilidade do extrato antociânico das folhas da Acalipha hispida

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    BAILONI Marcio A.

    1998-01-01

    Full Text Available Folhas da Acalipha hispida, foram extraídas com MeOH/ácido cítrico a baixa temperatura e ao abrigo da luz. Os extratos livres de clorofila e outros produtos solúveis em éter etílico foram concentrados por osmose reversa (30°C e finalmente sob vácuo a 35-37°C. Soluções do produto concentrado em tampão citrato/fosfato foram mantidas sob N2 ao abrigo da luz e sob efeito de luz de 2.500 lumens por tempos variáveis acima de 600 h. Pela medida da variação da absorbância dos sistemas a 530 nm foi possível calcular os valores de K e t½ de cada sistema. A principal antocianina foi tentativamente identificada como cianidina-3-arabinosil-glucosídeo.

  18. Extratos aquosos de inhame (Dioscorea rotundataPoirr. e de mastruz (Chenopodium ambrosioides L. no desenvolvimento da lagarta-do-cartucho-do-milho Spodoptera frugiperda (J.E. Smith, 1797

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    R.C.P TRINDADE

    2015-06-01

    Full Text Available RESUMO:Estudou-se o efeito de extratos aquosos de inhame (0; 5; 10; e 20% p/p e de mastruz (0; 2; 4; 6; 8 e 10% p/p na biologia da lagarta-do-cartucho. Secções de folhas de milho foram mergulhadas por 30 segundos em soluções de cada concentração; após a secagem, colocou-se em cada secção uma lagarta recém-eclodida. Foram avaliadas a viabilidade e a duração das fases larval e pupal, peso e comprimento das lagartas e pupas. Em relação ao extrato de inhame, a concentração de 20% causou maior influência na fase larval, sendo a viabilidade reduzida para 12%, com duração de 7 dias, diferindo da testemunha com 17 dias. O extrato da mesma planta a 10% causou 48% de mortalidade. Em todas as concentrações esse extrato também afetou a fase de pupa; na testemunha, 85% das pupas foram viáveis, enquanto nos demais tratamentos a viabilidade não excedeu a 25%. Para o peso e comprimento das lagartas, os resultados não foram significativos. Para o mastruz, o extrato a 20% causou influência na fase larval com baixa viabilidade e mortalidade logo nos primeiros seis dias de avaliação. Outras concentrações de mastruz não deferiram entre si nas fases larval e pupal. Verificou-se que a alimentação das lagartas com folhas tratadas com mastruz diminuiu o peso das pupas.

  19. Atividade antioxidante e antimicrobiana de extratos de atemoia (Annona cherimola Mill. x A. squamosa L.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suzana Vieira Rabêlo

    2014-01-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi quantificar os teores de fenóis e flavonoides totais, bem como avaliar as atividades antioxidante e antimicrobiana de extratos obtidos dos talos e folhas de atemoia (A. cherimola Mill. x A. squamosa L., que pertence à família Annonaceae. A atividade antioxidante foi avaliada pelos métodos de sequestro dos radicais 2,2-difenil-1-picrilhidrazil (DPPH e 2,2'-azinobis-3-etilbenzotiazolina-6-ácido sulfônico (ABTS, bem como pelo método da cooxidação do β-caroteno/ácido linoleico. A avaliação da atividade antimicrobiana dos extratos foi analisada contra 10 cepas de bactérias. Os resultados da atividade antioxidante dos extratos mostraram que o extrato etanólico dos talos (EEt foi o antioxidante mais efetivo (IC50 = 10,44 ± 1,25 µg/mL no método do sequestro do DPPH, bem como no sequestro do radical ABTS (24,81 ± 0,49%. O extrato hexânico das folhas apresentou o melhor percentual de atividade antioxidante no ensaio do β-caroteno/ácido linoleico (41,12 ± 4,35%. Os extratos etanólico dos talos e metanólico das folhas mostraram-se ativos contra cepas de Bacillus cereus, Klebsiella pneumoniae, Staphylococcus aureus resistente à meticilina (MRSA, Staphylococcus aureus e Staphylococcus epidermidis.

  20. Avaliação da toxicidade aguda do extrato aquoso do pó do mesocarpo de Orbignya phalerata Mart (babaçu)

    OpenAIRE

    dos Santos e Silva, Ana Paula; de Sousa, Geane Felix; Mendes de Freitas, Rivelilson; Cunha Nunes, Lívio César

    2012-01-01

    Objetivos: os efeitos da administração aguda oral do extrato aquoso do pó obtido do mesocarpo de Orbignya phalerata Mart foram investigados sobre parâmetros bioquímicos e hematológicos em camundongos Swiss machos. Métodos: os animais (n= 5-7/grupo) foram tratados por via oral com as doses de 1, 2 e 3 g/kg de peso corporal, observados durante 24 h e em seguida foi feita a coleta do sangue para avaliação dos parâmetros bioquímicos e hematológicos. Resultados: o tratamento com extrato aquoso do ...

  1. ATIVIDADE DE EXTRATOS ETANÓLICOS SOBRE O CRECIMENTO “IN VITRO” DE COLLETROTRICHUM MUSAE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bruna Carminate

    2017-02-01

    Full Text Available Diversas doenças afetam a qualidade das frutas na fase pós-colheita, como a antracnose, doença ocasionada pelo fungo Colletotrichum musae no fruto de banana.  A utilização de fungicidas de origem vegetal poderá constituir um método alternativo e promissor no controle de doenças. Assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar a atividade de extratos vegetais de Eugenia astringens Cambess no controle in vitro do fungo fitopatogênico C. musae. O extrato etanólico foi obtido a partir de folhas e sementes de E. astringens por maceração e realizado a triagem fitoquímica. Os fitocompostos encontrados foram alcalóides, saponina, flavonóis, fenóis e taninos, esteróides, terpenos e cumarinas. Os extratos testados apresentaram atividade significativa no crescimento do C. musae, onde o extrato obtido da semente reduziu em 50% o crescimento radial micelial do fungo. Os extratos testados apresentam alternativa promissora no controle da antracnose de banana pós-colheita.

  2. Influência da adição de extrato de chá-verde sobre a estabilidade e efeito fotoprotetor de emulsões fps 15

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafaela Martins Sponchiado

    2013-12-01

    Full Text Available A inserção de produtos de origem vegetal em cosméticos podem melhorar as suas características. Nesse estudo, objetivou-se o desenvolvimento de formulações fotoprotetoras contendo extrato glicólico de Camelia sinensis, a avaliação da atividade fotoprotetora in vitro após a adição do extrato vegetal, bem como a avaliação das características organolépticas, a determinação do valor de pH e comportamento reológico durante 30 dias de avaliação, quando as formulações foram armazenadas nas temperaturas de 25±2°C; 5±2 °C e 40±2 °C. Após 15 dias, alterações nas características organolépticas e reológicas foram observadas nas formulações armazenadas em altas temperaturas. Em 30 dias, as formulações mantidas a temperatura ambiente e em geladeira mantiveram as características organolépticas, apesar das alterações reológicas. Observou-se uma tendência a aumento do efeito fotoprotetor com a formulação contendo FPS15 e extrato glicólico de chá verde, entretanto, não se pode atribuir melhora na estabilidade física da emulsão pela adição do extrato.

  3. Análise espectrofotométrica da atividade fotoprotetora in vitro de extratos das folhas de Byrsonima sericea

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristianne Oliveira Medina

    2016-07-01

    Full Text Available No Brasil, o número de casos de câncer de pele tem aumentado, representando um considerável problema de saúde pública. Diversos fitocosméticos têm sido desenvolvidos com filtros solares e sob ponto de vista mercadológico a adição de produtos naturais, em particular contendo compostos fenólicos, tem sido alvo de vários estudos. O objetivo desse trabalho foi determinar o Fator de Proteção Solar (FPS dos extratos etanólico (ET-NOV e ET FEV e aquoso (AQ-FEV das folhas de murici (Byrsonima sericea e avaliar o seu potencial de aditivação do FPS em uma emulsão contendo o filtro químico metoxicinamato de octila. Foi realizada uma triagem fitoquímica preliminar para cada extrato. O Fator de Proteção Solar (FPS foi determinado pelo método espectrofotométrico. A triagem fitoquímica revelou a presença de taninos e heterosídeos digitálicos para todos os extratos. O fator de proteção solar (FPS para os extratos etanólico (ET-NOV e ET FEV e aquoso (AQ-FEV das folhas do murici (Byrsonima sericea não foram significativos (FPS 1.44, 1.36 e 0.68, respectivamente. Da mesma forma, a associação do extrato etanólico da folhas da Byrsonima sericea e metoxinamato de octila não mostraram ação sinérgica.Palavras-chave: Byrsonima sericea. Prospecção Fitoquímica. Espectrofotometria. Fator de proteção solar. ABSTRACTSpectrophotometric analyses of in vitro photoprotective activity of extracts from the leaves of Byrsonima sericeaIn Brazil, the number of cases of skin cancer has increased, representing a significant public health problem. Various phytocosmetics have been developed with sunscreens and from marketing’s point of view the addition of natural products in particular containing phenolic compounds, has been the subject of several studies. The aim of this study was to determine the sun protection factor (SPF of Birsonima sericea leaves ethanolic extract (ET-NOV and ET-FEV and aqueous extract (AQ–FEV and assess its

  4. Toxicidade aguda do extrato aquoso de folhas de Erythrina velutina em animais experimentais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ariadne Conceição Santos Craveiro

    Full Text Available Este trabalho teve como objetivo a avaliação da toxicidade aguda do extrato aquoso de folhas de Erythrina velutina, espécie vegetal muito usada na medicina popular principalmente como tranqüilizante. O protocolo experimental utilizado seguiu o Guia para a Realização de Estudos de Toxicidade Pré-clínica de Fitoterápicos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa, 2004. Ratos Wistar adultos foram tratados por via oral com a dose limite de 5 g/kg do extrato e observados por 14 dias consecutivos. Nenhum animal veio a óbito e nenhum sinal de toxicidade foi detectado nas observações comportamentais ou nas autópsias, indicando uma razoável atoxicidade do extrato.

  5. Influência de diferentes extratos aquosos de plantas medicinais no desenvolvimento de Colletotrichum gloeosporioides e de Fusarium moniliforme

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    M.M. Marcondes

    2014-12-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência dos extratos aquosos das plantas medicinais alecrim, alho, cravo-da-índia, sálvia, capim-limão, orégano ou pimenta-do-reino no desenvolvimento in vitro de Colletotrichum gloeosporioides e de Fusarium moniliforme. Os extratos foram obtidos pela infusão de 60 g de cada planta medicinal em 200 mL de água fervente. Cada extrato aquoso foi fracionado em concentrações de 0, 5, 10 e 20% (p:v e incorporado ao meio de cultivo BDA (batata-dextrose-ágar antes da esterilização em autoclave. Posteriormente, um disco de 8 mm de diâmetro de micélio fúngico de cada patógeno foi transferido para o centro de placas de Petri. Após 24, 48 e 96 horas de incubação em câmara de crescimento a 22 ± 2 ºC e fotoperíodo de 12 horas avaliou-se o crescimento micelial de F. moniliforme e de C. gloesporioides. No último período de incubação, também se quantificou o número de conídios de cada fungo. Para o teste de germinação adicionou-se nas cavidades de placas de teste Elisa, uma alíquota de 40 µL de cada extrato nas concentrações de 0, 5, 10 e 20%, e outra alíquota, da suspensão de conídios de cada patógeno. Após 24 horas a 22 ± 2 ºC, no escuro, a germinação dos conídios foi paralisada com a adição de 20 µL de lactofenol; avaliou-se então a porcentagem de germinação de conídios. Os experimentos foram conduzidos no delineamento inteiramente casualizado em esquema fatorial 7 x 4 (extratos de plantas medicinais x concentrações com quatro repetições. Para ambos os patógenos o extrato aquoso de alho e cravo-da-índia apresentaram maior ou total inibição do crescimento micelial, respectivamente, quando comparado com os demais extratos. Para C. gloeosporioides, o extrato de cravo-da-índia apresentou menor número de conídios em todas as concentrações testadas, e para o extrato de alho a 20%, também não foi observada a germinação de conídios. O extrato de alho foi

  6. Manutenção da infectividade de Tymovírus em extratos de plantas Maintenance of infectivity of Tymovirus in plant extracts

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Mércia Barradas

    1992-12-01

    Full Text Available Quatro isolados do vírus do mosaico da berinjela (EMV - "eggplant mosaic virus" - grupo tymovírus foram armazenados a partir de extratos foliares de hospedeiras com sintomas sistêmicos. Os virus EMV-Al (isolado de Abelia, EMV-Sc (isolado da Escócia, -ts (estirpe-padrão e VNBT (vírus da necrose branca do tomateiro, que induzem sintomas em Chenopodium amaranticolor, C. murale, C. quinoa (Família Chenopodiaceae Datura stramonium, Lycopersicon esculentum e Nicotiana glutinosa (Solanaceae, foram conservados em extratos destas plantas, à temperatura ambiente, em geladeira e em congelador. A infectividade dos vírus, em diferentes períodos de armazenamento, foi testada em plantas de datura e glutinosa, para se determinar a longevidade in vitro. Constatou-se que, quando guardados em baixas temperaturas,os extratos preservam por mais tempo a infectividade dos vírus. No caso de datura e glutinosa, por exemplo, resultados positivos foram obtidos até 413 e 282 dias de armazenamento, respectivamente, em congelador. Entretanto, com relação às espécies de Chenopodium testadas, mesmo alguns extratos recém-preparados conduziram a resultados negativos, confirmando a presença de inibidores de infecção viral nestas plantas. Das três espécies, é sugerida a utilização apenas de C.quinoa para o preparo de extratos visando preservar estes vírus e, assim mesmo, por um período relativamente curto (entre 53 e 80 dias. A avaliação geral dos resultados mostra que, para os tymovírus estudados neste trabalho, é possível conservar a infectividade através da técnica de armazenamento de extratos foliares de plantas sistemicamente infectadas.Four isolates of EMV (eggplant mosaic virus - tymovirus group were preserved in crude extracts from systemically-infected plants. EMV-Al (Abelia strain, EMV-Sc (Scottish strain, EMV-ts (type-strain and TWNV (tomato white necrosis virus which induce symptoms in Chenopodium amaranticolor, C. murale, C. quinoa

  7. Inibição do crescimento micelial de Cercospora calendulae Sacc. por extratos de plantas medicinais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    J.M. Nascimento

    2013-01-01

    Full Text Available O uso de extratos e óleos essenciais de plantas medicinais tem sido amplamente estudado no controle de doenças de plantas. O objetivo da realização do presente trabalho foi avaliar o efeito de extratos de Ruta graveolens L., Mentha x villosa, Calendula officinalis L., Momordica charantia L., Symphytum officinale L., Ageratum conyzoides L. e Ricinus comunis L., nas concentrações de 0, 250, 500, 1000, 2000, 5000 e 10000 mg L-1, sobre a inibição do crescimento micelial de Cercospora calendulae Sacc. in vitro. Os extratos foram obtidos por infusão. O experimento foi desenvolvido no Laboratório de Fitopatologia da FCA/UFGD, estado de Mato Grosso do Sul, em delineamento inteiramente casualizado, esquema fatorial 7 extratos x 7 concentrações, com seis repetições. Foi detectado efeito dos extratos e suas concentrações sobre o crescimento do fungo, sendo a interação significativa. Os extratos de calêndula, arruda, hortelã e melão de São Caetano, nas maiores concentrações resultaram em maiores porcentagens de inibição, próximas de 100%, 30%, 35% e 40%, respectivamente, a 10000 mg L-1.

  8. AVALIAÇÃO DO USO DE EXTRATO DE PIMENTA-BIQUINHO PARA PRODUÇÃO DE GELEIADA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Inayara Beatriz Araújo Martins

    2015-07-01

    Full Text Available pimenta-biquinho Capsicum chinense vem sendo muito utilizada para consumo in natura e na forma processada. Objetivou-se avaliar o uso de extrato de pimenta-biquinho para produção de geleiada. Foi utilizado um extrato armazenado por 90 dias, com as seguintes características físico-químicas: umidade (80%, extrato seco (19%, oBrix (12, acidez (0,320%, coloração vermelha a amarela e teores de vitamina C e de carotenoides totais consideráveis e estáveis. A contagem de fungos filamentosos e leveduras variou de 2,00 a 4,06 Log UFC/g, de mesófilos aeróbios de <1,0 a 4,34 Log UFC/g, bactérias láticas <1,0 Log UFC/g, coliformes totais e coliformes termotolerantes <3 NMP/g e ausência de Salmonella sp/25g.  Foram elaboradas as seguintes formulações de geleiada: 1 50% de extrato: 50% de açúcar; 2 25% de extrato: 25% de abacaxi: 50% de açúcar e; 3 25% de extrato: 25% de maça: 50% de açúcar. O emprego de extrato de pimenta-biquinho é uma alternativa viável para a produção de geleiadas e agregação de valor à produção de pimenta. A adição do abacaxi na formulação contribuiu para aumento da aceitabilidade do produto. Assim, deve-se considerar o tipo de fruta adicionada na geleiada com fins de saborização para aumento da aceitabilidade e, em consequência, da intenção de compra.

  9. CARACTERIZAÇÃO DO POTENCIAL ANTIMICROBIANO DOS EXTRATOS DE PÓLEN APÍCOLA DA REGIÃO SUL DO BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    SOLANGE TERESINHA CARPES

    2009-12-01

    Full Text Available

    A descoberta de que certos alimentos podem prevenir doenças iniciou uma revolução nas áreas de nutrição, farmácia, medicina e ciência de alimentos. Dentro deste contexto, o pólen apícola é considerado uma excelente fonte nutricional benéfi ca a saúde, principalmente pela presença de compostos fenólicos com atividade antioxidante. Poucos estudos têm sido feitos sobre o seu potencial antimicrobiano. Neste estudo, extratos de 36 amostras de pólen apícola desidratado de diferentes localidades da região Sul do Brasil foram submetidos à análise da atividade antimicrobiana por difusão em ágar, concentração inibitória mínima (CIM e concentração bactericida mínima (CBM. Nesses testes foram utilizados nove microorganismos (Bacillus subitilis ATCC 21.332, Pseudomonas aeruginosa ATCC 15.442, Streptococcus mutans Ingbritt 1600, Staphylococcus aureus ATCC 25.923, Klebsiella pneumoniae, Agrobacterium tumefaciens, Xanthomonas vesicatoria pv vesicatoria, Xanthomonas axonopodis pv. vesicatoria e Pseudomonas syringae pv. tomato. Nenhum dos extratos etanólicos de pólen apícola inibiu o crescimento dos micro-organismos no teste de difusão ágar. Os extratos também não apresentaram atividade inibitória nem bactericida pelos testes de CIM e CBM. Apesar dos extratos de pólen apícola da região Sul do Brasil apresentar alto teor de compostos fenólicos e fl avonóides, estes não foram capazes de inibir o crescimento dos micro-organismos pelos métodos utilizados.

  10. Fenóis totais, efeitos alelopáticos e avaliação da atividade antioxidante do extrato etanólico de Agave sisalana

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    L. E. Ogava

    2014-11-01

    Full Text Available Agave sisalana, conhecida como sisal possui importância econômica, pois suas fibras são utilizadas na fabricação de cordas e artesanato além de ser a única fonte de renda de muitas famílias e uma das poucas espécies que resiste às condições do semiárido nordestino. Como apenas 5% da planta são aproveitadas, objetivou-se avaliar em seus resíduos, o quantitativo de fenóis totais, a atividade antioxidante e ação alelopática do extrato etanólico de suas folhas (55,6 g que foi obtido por extração a frio. A atividade antioxidante foi avaliada utilizando-se extrato, DPPH e espectrofotômetro UV-Vis (520 nm onde obtiveram-se os seguintes percentuais: 0,001mg/mL: 12,20%, 0,01mg/mL: 5,84%, 0,1mg/mL: 21,73% (atividade moderada e 1mg/mL: 81,10% (ótimo potencial. Os compostos fenólicos foram determinados através da metodologia Sousa et al. (2007 onde o extrato juntamente com Folin-Ciocalteu e espectrofotômetro UV-Vis (750nm foram utilizados e apresentaram 301,31 mgEAG/g (Equivalente de Ácido Gálico. Nos estudos alelopáticos foram utilizadas as concentrações de 250, 500, 1000 e 2000mg/mL de extrato em Zea mays (milho e Lactuca sativa (alface onde a alface apresentou redução na velocidade de germinação e no desenvolvimento da plântula nas concentrações 1000 e 2000 mg/mL, contudo não afetou o potencial de germinação. O milho não apresentou diferenças em relação ao controle.

  11. Avaliação do potencial antioxidante frente à oxidação lipídica e da toxicidade preliminar do extrato e frações obtidas das frondes de Dicksonia sellowiana (Presl. Hook

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    V. B. OLIVEIRA

    2015-12-01

    Full Text Available RESUMOA espécie Dicksonia sellowiana, conhecida popularmente como xaxim, é uma samambaia natural do continente americano e encontrada no Brasil na Mata Atlântica. Em 2001 foi inserida na lista do IBAMA como espécie ameaçada de extinção em decorrência da exploração para a confecção de vasos para a jardinagem. O presente trabalho descreve o potencial antioxidante lipídico (TBARS e Sistema β-caroteno/ácido linoleico do extrato bruto e frações obtidos através de aparato de Soxhlet de frondes de Dicksonia sellowiana, além da atividade citotóxica e hemolítica in vitro. Pelo método TBARS, todas as amostras testadas apresentaram atividade, destacando a fração acetato de etila e extrato bruto cuja atividade foi comparável ao padrão ácido ascórbico. No sistema β-caroteno/ácido linoleico, a fração acetato de etila e extrato bruto apresentaram inibição da oxidação do ácido linoleico, destaque para a fração acetato de etila que não se diferenciou estatisticamente do padrão BHT. Na avaliação da toxicidade preliminar, não fora observado atividade citotóxica e hemolítica do extrato bruto e frações nos modelos testados. Os resultados demonstram o potencial antioxidante da espécie vegetal nos modelos de inibição da oxidação lipídica sem apresentar toxicidade.

  12. Atividade antiproliferativa dos extratos e da fração orgânica obtidos das folhas de Virola sebifera Aubl. (Myristicaceae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carina Denny

    Full Text Available As cascas de Virola sebifera (Myristicaceae são utilizadas por populações indígenas amazônicas em preparações alucinógenas, nas quais foram encontrados alcalóides como a dimetiltriptamina e seus derivados. Considerando a enorme importância dos alcalóides isolados de plantas na terapêutica do câncer e a presença desses compostos em espécies de Virola, o presente trabalho teve por objetivo o estudo da atividade antiproliferativa em cultura de células tumorais humanas de extratos e da fração orgânica, obtidos das folhas de Virola sebifera. O extrato bruto diclorometânico (EBD foi considerado o mais ativo, com seletividade principalmente para a linhagem de pulmão (NCI-460 - IC50: 4,46 µg/mL e para a fração orgânica (FO obtida por extração ácido-base - IC50; 6,91 µg/mL. A atividade observada possivelmente pode ser atribuída a alcalóides ou compostos nitrogenados que foram evidenciados pelo corante Dragendorff. Assim, a purificação da FO será necessária a fim de comprovar a presença de compostos nitrogenados, através de isolamento e determinação estrutural, bem como a participação desses compostos na atividade antiproliferativa observada.

  13. Avaliação da atividade antifúngica de extratos de gengibre e eucalipto in vitro e em fibras de bananeira infectadas com Helminthosporium sp - DOI: 10.4025/actasciagron.v28i1.1696

    OpenAIRE

    Rodrigues, Edvirgem; UEM; Schwan-Estrada, Kátia Regina Freitas; Universidade Estadual de Maringá, Centro de Ciências Agrárias, Agronomia; Stangarlin, José Renato; UNIOESTE; Cruz, Maria Eugenia Silva; UEM; Fiori-Tutida, Ana Cristina Grade; UEM

    2008-01-01

    O presente trabalho teve como objetivo avaliar a fungitoxicidade dos extratos brutos aquosos (EBA) de gengibre (Zingiber officinalis) e eucalipto (Corymbia citriodora) sobre o fungo Helminthosporium sp. Este patógeno foi identificado nas fibras do pseudocaule da bananeira, as quais são utilizadas na fabricação de artesanato local. Foram avaliados o crescimento micelial e esporulação do fungo in vitro, além do crescimento da colônia fúngica nas fibras tratadas com os extratos das plantas. As f...

  14. Atividade alelopática do extrato de folhas Ziziphus joazeiro Mart. – Rhamnaceae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisco Esio Porto Diógenes

    2015-06-01

    Full Text Available O juazeiro (Ziziphus joazeiro Mart. é uma das espécies endêmicas da caatinga de grande importância econômica e ecológica. O objetivo deste trabalho foi avaliar o potencial alelopático do extrato de folhas de juazeiro (Ziziphus joazeiro Mart. em sementes de alface (Lactuca sativa L.. O experimento foi conduzido em delineamento inteiramente casualizado com 4 repetições e cinco tratamentos (0%, 25%, 50%, 75% e 100% de concentração do extrato bruto. O extrato bruto foi obtido por infusão (água fervida a 100°C sobre as folhas de Z. joazeiro. As características avaliadas foram percentagem de germinação, percentagem de plântulas normais e anormais, comprimento da parte aérea e radicular das plântulas de alface. Os resultados mostraram efeito alelopático do extrato dependendo da concentração. As maiores concentrações do extrato (100%, 75% e 50% reduziram a velocidade de germinação, o comprimento da raiz e aumentaram a percentagem de plântulas anormais de L. sativa. Normal 0 21 false false false PT-BR X-NONE X-NONE st1\\:*{behavior:url(#ieooui } /* Style Definitions */ table.MsoNormalTable {mso-style-name:"Tabela normal"; mso-tstyle-rowband-size:0; mso-tstyle-colband-size:0; mso-style-noshow:yes; mso-style-priority:99; mso-style-parent:""; mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt; mso-para-margin-top:0cm; mso-para-margin-right:0cm; mso-para-margin-bottom:10.0pt; mso-para-margin-left:0cm; line-height:115%; mso-pagination:widow-orphan; font-size:11.0pt; font-family:"Calibri","sans-serif"; mso-ascii-font-family:Calibri; mso-ascii-theme-font:minor-latin; mso-hansi-font-family:Calibri; mso-hansi-theme-font:minor-latin; mso-fareast-language:EN-US;}

  15. Avaliação do fator de proteção solar em fotoprotetores acrescidos com extratos da flora brasileira ricos em substâncias fenólicas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa Marquito Munhoz

    2012-04-01

    Full Text Available Sabe-se que o número de casos de câncer de pele tem crescido muito nos últimos anos. Com isso, novos produtos são constantemente desenvolvidos no intuito de aumentar a gama de substâncias para proteção solar. O principal objetivo desse trabalho foi a análise in vitro da propriedade fotoprotetora de uma formulação contendo filtros solares químicos, adicionada de extratos brutos de Guazuma ulmifolia, Maytenus ilicifolia, Stryphnodendron adstringens e Trichilia catigua, respectivamente, e a avaliação quanto ao acréscimo do Fator de Proteção Solar (FPS. O ensaio foi conduzido pelo método espectrofotométrico in vitro do Fator de Proteção Solar (FPS. O teor de Polifenóis Totais (PT e sua correlação com a Capacidade Antioxidante (CA dos extratos avaliados foram realizados. Os resultados demonstram que as formulações foram estáveis após a adição dos extratos, quanto a características físicoquímicas (características macroscópicas, ensaio de centrifugação e pH quando comparadas ao controle. O ensaio de FPS in vitro demonstrou decaimento do FPS das formulações acrescidas de extratos vegetais ricas em compostos fenólicos, exceto para o extrato de S. adstringens. Os FPS obtidos para os extratos foram ≤2. O teor em PT foram (%: G. ulmifolia, 24,26±0,34; M. ilicifolia, 14,66±0,18; S. adstringens, 34,38±0,62 e T. catigua, 41,60±0,13. Os valores da CA (IC50 frente ao radical DPPH foram (μg/mL: vitamina C (7,52±0,12, G. ulmifolia (8,94±0,13, M. ilicifolia (38,41±0,93, S. adstringens (7,31±0,15 e T. catigua (5,48±0,04. A CA foi diretamente proporcional ao teor de PT.

  16. Avaliação da atividade antioxidante e antimicrobiana do extrato etanólico bruto e frações orgânicas obtidas a partir da casca do caule da espécie Guettarda uruguensis Cham, & Scthdl, (Rubiaceae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Flávia Schvabe Duarte

    2014-09-01

    Full Text Available Este trabalho teve como objetivo avaliar o potencial antioxidante e antimicrobiano do extrato bruto e frações obtidas das cascas do caule da espécie Guettarda uruguensis, Os ensaios antioxidantes indicaram alto potencial antioxidante, No ensaio de redução de fosfomolibdênio, a fração acetato de etila apresentou atividade antioxidante de 41,67% em relação ao padrão de ácido ascórbico e superou em 35,21% a atividade do padrão rutina, No ensaio de redução do DPPH (2,2-diphenyl-1-picrylhydrazyl, a fração acetato de etila apresentou um IC50 de 10,91 µg mL-1, valor próximo ao do ácido ascórbico (IC50 = 4,78 µg mL-1 e da rutina (IC50 = 6,62 µg mL-1, Pelo ensaio de TBA (acido tiobabitúrico o extrato bruto (IA = 71,48% e a fração hexano (IA = 47,85% apresentaram índices superiores ao controle de BHT (butil hidroxi tolueno (IA = 42,66, Através do ensaio de microdiluição em placas, foi observado que o extrato bruto e frações apresentaram atividade antimicrobiana, O estudo fitoquímico qualitativo revelou a presença de alcaloides, cumarinas, esteroides e/ou triterpenos, heterosídeos saponínicos, taninos e aminogrupos.

  17. Fenóis totais, atividade antioxidante e constituintes químicos de extratos de Anacardium occidentale L., Anacardiaceae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariana H. Chaves

    Full Text Available O presente artigo relata o isolamento e identificação do palmitato, oleato e linoleato de sitosterila, sitosterol, estigmasterol, 3-O-β-D-galactopiranosídeo do sitosterol, 3-O-β-Dgalactopiranosídeo do estigmasterol, 3-O-β-D-glicopiranosídeo do sitosterol e uma mistura de ácidos anacárdicos (monoeno e dieno do extrato etanólico de cascas do caule de Anacardium occidentale L., Anacardiaceae, bem como do sitosterol, estigmasterol, lupeol, β-amirina, catequina e epicatequina do extrato etanólico do tegumento da castanha de caju in natura. Os extratos EtOH da casca e do tegumento foram avaliados quanto ao conteúdo de fenóis totais e atividade antioxidante. O extrato etanólico das cascas do caule apresentou maior conteúdo de compostos fenólicos e percentual de atividade antioxidante.

  18. Atividade antifúngica de extratos de plantas a Colletotrichum gloeosporioides = Antifungal activity of plant extracts to Colletotrichum gloeosporioides

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mercia Ikarugi Bomfim Celoto

    2008-01-01

    Full Text Available O presente trabalho teve como objetivo avaliar o efeito fungitóxico de extratos vegetais sobre o crescimento micelial e a germinação de esporos de Colletotrichum gloeosporioides. Os extratos foram obtidos a partir de plantas secas e moídas, utilizando-se água e etanol como meio extrator. Foram utilizadas 22 espécies de plantas para a obtençãodos extratos. Os extratos foram avaliados por meio da incorporação de 20% do extrato em meio BDA, antes ou após a autoclavagem do mesmo. Determinou-se a percentagem de inibição do crescimento micelial (PIC. Utilizando-se extrato na proporção de 50% e suspensão de esporos, determinou-se a percentagem de inibição da germinação de esporos (PIG. Verificou-se que os extratos hidroetanólicos proporcionaram maior PIC de C. gloeosporioides, enquanto maior PIG foi obtido com os extratos aquosos. Extratos não autoclavados foram mais eficientes na redução do crescimento micelial de C. gloeosporioides que os extratos autoclavados. Os extratos aquoso e hidroetanólico de melão-de-são-caetano e extrato hidroetanólico de eucalipto proporcionaram maiores PIC. Os extratos aquosos deLuffa acutangula, Eucalyptus citriodora, Chenopodium ambrosioides e Bauhinia, e os extratos hidroetanólicos de Ruta graveolens, Eucalyptus citriodora, Zingiber officinale e Chenopodiumambrosioides inibiram mais de 90% da germinação de esporos.The present work aimed to evaluate the effect fungitoxic of plant extracts on the mycelial growth and on the spores germination of C. gloeosporioides. The plant extracts were obtained starting from dried ground plants, using water and ethilic alcohol as extractor. Twenty-two plant species were used to obtain the extracts. The extracts were tested by means of the incorporation of 20% (v/v in PDA medium, before or after sterilization. The percentage ofinhibition of the mycelial growth (PIM was determined. Extract in the proportion of 50% was added to a spore suspension used to

  19. Germinação carpogênica de Sclerotinia sclerotiorum sob diferentes resíduos e extratos de plantas cultivadas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francimar Perez Matheus da Silva

    2011-09-01

    Full Text Available Os efeitos de resíduos de plantas cultivadas e seus extratos sobre Sclerotinia sclerotiorum são poucos conhecidos. Três experimentos foram conduzidos, com resíduos de plantas cultivadas e seus extratos etanólicos e suas partições. Resíduos e extratos de culturas de aveia, ervilhaca, feijão, milheto, milho e trigo foram avaliados em condições controladas. Escleródios cobertos com resíduos de aveia, ervilhaca, feijão e milheto não germinaram carpogenicamente. Extratos etanólicos de resíduos de aveia e ervilhaca mostraram-se eficientes na inibição da germinação carpogênica, enquanto que do milheto e do trigo não diferiram da testemunha. Todas as partições de extratos etanólicos avaliadas reduziram a germinação carpogênica. Resíduos vegetais afetaram negativamente o número de apotécios emitidos por escleródio.

  20. Evaluation of skin sensitivity in dogs bearing allergic dermatitis to standardized allergenic extract of house dust and storage mites Avaliação da sensibilidade de cães com dermatite alérgica a extratos padronizados de ácaros da poeira domiciliar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Victor E.S. Cunha

    2007-08-01

    Full Text Available The objective of the study was to evaluate whether allergenic extracts of five house dust and storage mite species standardized for humans might be used for the diagnosis of canine atopic dermatitis (CAD. Extracts of Dermatophagoides pteronyssinus (Pyroglyphidae, D. farinae (Pyroglyphidae, Blomia tropicalis (Glycyphagidae, Lepidoglyphus destructor (Glycyphagidae and Tyrophagus putrescentiae (Acaridae were evaluated by intradermal testing in 20 healthy dogs (control and 25 dogs with allergic dermatitis. A significant difference in the response was observed between the two groups (pO presente trabalho teve como objetivo avaliar se extratos alergênicos de cinco espécies de ácaros da poeira domiciliar e produtos armazenados, padronizados para humanos, podem ser utilizados no diagnóstico da dermatite atópica canina. Extratos de Dermatophagoides pteronyssinus (Pyroglyphidae, D. farinae (Pyroglyphidae, Blomia tropicalis (Glycyphagidae, Lepidoglyphus destructor (Glycyphagidae e Tyrophagus putrescentiae (Acaridae foram avaliados através de testes intradérmicos em 45 cães, dos quais 20 normais e 25 com dermatite alérgica. Uma diferença significativa foi observada no padrão de respostas obtidas dos dois grupos (p<0.05. Apenas um animal (5% do grupo controle reagiu ao teste cutâneo, enquanto que no grupo dos alérgicos 14 cães (56% apresentaram pelo menos uma reação positiva (odds ratio = 24.2. As maiores freqüências de reações positivas observadas no grupo dos alérgicos foram aos extratos de T. putres-centiae ou L. destructor, cada um induzindo reações em 10(40% cães. Os extratos de D. farinae, D. pteronyssinus e B. tropicalis foram responsáveis por reações positivas em 7(28%, 3(12% e 3(12% cães, respectivamente. Os extratos padronizados para humanos avaliados no presente estudo podem ser utilizados como complemento no diagnóstico da doença, assim como na seleção de alérgenos para a imunoterapia alérgeno-específica.

  1. Extratos aquosos de plantas e o comportamento do ácaro verde da mandioca Aqueous plant extracts and the behavior of the cassava green mite

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Manoel Eneas de Carvalho Gonçalves

    2001-09-01

    Full Text Available Extratos de plantas são uma alternativa promissora no controle de ácaros fitófagos. Neste trabalho estudou-se a bioatividade de extratos aquosos de nim, Azadirachta indica A. Juss. e cravo-da-índia, Syzigium aromaticum L., na biologia do ácaro verde da mandioca, Mononychellus tanajoa (Bondar. Larvas recém-eclodidas foram individualizadas em discos de folhas de mandioca previamente imersos nos extratos e em água destilada, e mantidas nestas condições até atingir a fase adulta. Após a emergência, as fêmeas foram individualizadas em discos não tratados e acasaladas com machos coletados da criação estoque. As avaliações foram efetuadas a cada 12 h. As duas maiores concentrações de nim (1,0 e 0,75g do pó de sementes de nim 100 mL-1 de água deram os melhores resultados, causando 72,5 e 37,5% de mortalidade larval, respectivamente, e até 16% para os estágios seguintes. A mortalidade em todo estágio imaturo foi de 84,6 e 55%, respectivamente. A duração da fase deutocrisálida e teliocrisálida foi levemente afetada, porém significativamente maior para o nim a 1%. Os extratos não afetaram a fecundidade, a qual variou de 6,5 a 8,6 ovos/fêmea/dia. Embora os extratos usados não tenham afetado o período de incubação, nim a 1% reduziu significativamente a viabilidade dos ovos.The use of plant extracts is a promising alternative for the control of phytophagous mites. This study was carried out to test the bio-activity of neem, Azadirachta indica A. Juss. and clove, Syzigium aromaticum L., aqueous extracts on the behaviour of the cassava green mite, Mononychellus tanajoa (Bondar. Recently hatched larvae were individualized onto cassava leaf discs previously immersed in different concentrations of the extract and in distilled water, and maintained at these conditions until reaching maturity. The females were individualized onto untreated leaf discs right after emergency and mated with males from the rearing stock. The

  2. Atividade antimicrobiana de extratos vegetais sobre o desenvolvimento de Acidovorax avenae subsp citrulli.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    César Luis Siqueira Junior

    2014-08-01

    Full Text Available A atividade antimicrobiana de plantas medicinais tem sido pesquisada em diversas espécies no Brasil. A utilização de extratos vegetais como uma ferramenta para o controle de doenças de plantas se tornou uma prática útil na agricultura. No presente estudo, 7 extratos etanólicos de plantas foram testados quanto suas atividades antibacterianas. A ação antibacteriana foi avaliada através da inoculação de placas contendo meio Sacarose Peptona Agar (SPA, com a bactéria Acidovorax avenae, com  nove discos de papel contendo, um deles, o antimicrobianos comercial (ampicilina e os outros embebidos com 100 mL dos extratos etanólicos. As placas foram incubadas a 37 ºC por 48 horas, e a leitura de diâmetro halos de inibição foi feita. Os resultados demonstraram que os extratos testados foram ativos contra a bactéria com exceção dos extratos de mamona, e de abricó para os quais não foi detectada a inibição de crescimento bacteriano. Os extratos de tanchagem, pitomba e baquipari provocaram a inibição no crescimento bacteriano formando halos médios de 26, 26 e 23,3 mm, respectivamente. De maneira surpreendente, a mistura dos extratos de abricó e baquipari (1:1 causou um aumento na inibição do crescimento bacteriano, sugerindo o potencial de uso de extratos combinados contra patógenos de plantas.

  3. Verificação da atividade antibacteriana de sabonete líquido contendo extrato glicólico de Dimorphandra mollis Benth.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    KETYLIN FERNANDA MIGLIATO

    2009-12-01

    Full Text Available Dimorphandra mollis Benth., Compositae, falsobarbatimão, é utilizada topicamente como cicatrizante, adstringente e antimicrobiano. No presente estudo, verificou-se a atividade antibacteriana de sabonete líquido contendo extrato glicólico de D. mollis (EGD em diferentes concentrações (8, 15 e 20% e em diferentes pHs (6 e 8. Foram preparadas cinco formulações (F de sabonete: F1 - triclosan (0,1%, F2 - EGD (8%, F3 - EGD (15%, F4 - EGD (20% e F5 - sem conservante. Cascas de D. mollis foram secas em estufa de ar circulante e pulverizadas. Os extratos brutos foram preparados por turbo-extração utilizando-se etanol. Após filtração, os extratos foram concentrados em evaporador rotatório, liofilizados e ressuspendidos em propilenoglicol para a obtenção do extrato glicólico. A atividade antibacteriana foi verificada pelo método de difusão em ágar, empregando cilindros em placa. Placas contendo Staphylococcus aureus, Pseudomonas aeruginosa e Escherichia coli foram incubadas a 37ºC durante 24 horas. Após incubação, as leituras foram realizadas com paquímetro, observando-se o diâmetro do halo de inibição de crescimento bacteriano. Verificouse que o sabonete líquido contendo triclosan provocou inibição do crescimento bacteriano em ambos os pHs; já os sabonetes sem conservante e contendo EGD, independente da concentração e do pH empregados, não apresentaram atividade antibacteriana. Palavras-chave: Atividade antibacteriana. Sabonete líquido. Dimorphandra mollis Benth.

  4. Estudos com o extrato da Punica granatum Linn. (romã: efeito antimicrobiano in vitro e avaliação clínica de um dentifrício sobre microrganismos do biofilme dental = Studies with the extract of the punica granatum linn. (pomegranate: effect antimicrobial “in vitro” and trial avaliation of a toothpaste upon microrganisms of the oral biofilm

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pereira, Jozinete Vieira

    2005-01-01

    Full Text Available A atividade antimicrobiana in vitro, CIM (Concentração Inibitória Mínima, CIMA (Concentração Inibitória Mínima de Aderência e a CBM (Concentração Mínima Bactericida do extrato da romã (Punica granatum Linn. foi avaliada em cinco linhagens bacterianas do biofilme dental: Streptococcus mutans, Streptococcus mitis, Streptococcus sanguis, Streptococcus sobrinus e Lactobacillus casei. Em estudo comparativo com o gluconato de clorexidina, os resultados demonstraram efetiva ação inibitória de ambas as substâncias. O extrato da romã foi efetivo na CIMA das cinco linhagens ensaiadas, representada pela ausência de aderência ao vidro na presença de sacarose. A atividade antimicrobiana in vivo do extrato da romã foi testada em 13 pacientes, através do uso de um dentrifício a base desse extrato e foi observadas redução do número de Streptococcus mutans (53,84% e Índice de Sangramento Gengival. Conclui-se, portanto, que o extrato da Punica granatum Linn. , apresentou potente atividade antimicrobiana in vivo e in vitro sobre as linhagens do biofilme dental. Os resultados sugerem a utilização do extrato da romã em indicações terapêuticas na prática odontológica

  5. Atividade antiulcerogênica do extrato aquoso da Bryophyllum pinnatum (Lam. Kurz Antiulcerogenic activity of aqueous extract from Bryophyllum pinnatum (Lam. Kurz

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    D.C. Braz

    2013-01-01

    Full Text Available Bryophyllum pinnatum (Lam. Kurz pertence a família Crassulaceae e é conhecida vulgarmente como coirama, folha-da-fortuna, ou folha-do-ar, sendo usada popularmente como antifúngico, no tratamento da hipertensão, em úlceras e em inflamações. O presente estudo objetivou analisar a atividade antiulcerogênica do extrato aquoso das folhas de Bryophyllum pinnatum (Lam. Kurz em modelo de úlcera gástrica induzida por indometacina em Rattus norvegicus, machos (150 a 250 g com idade de 70 dias. Os animais receberam por via oral: água, extrato aquoso de Bryophyllum pinnatum (Lam. Kurz (1 e 2 g Kg-1 ou ranitidina (60 mg Kg-1 , fármaco com ação gastroprotetora conhecida que atua bloqueando os receptores de histamina H2. Após uma hora dos tratamentos, todos animais receberam indometacina via intraperitoneal. Os resultados demonstraram que o extrato aquoso da Bryophyllum pinnatum (Lam. Kurz possui ação gastroprotetora; na dose de 1 g Kg-1 inibiu 45,49% o índice de ulceração induzido pela indometacina, e, na dose de 2 g Kg-1, inibiu 49,50%. Sugere-se o envolvimento de vários mecanismos na ação gastroprotetora dessa planta e não somente uma possível participação das prostaglandinas nesse efeito. Estudos futuros com diferentes modelos de indução de úlcera gástrica tornam-se necessários para melhor avaliar a atividade antiulcerogênica do extrato aquoso de Bryophyllum pinnatum (Lam. Kurz.Bryophyllum pinnatum (Lam. Kurz belongs to the family Crassulaceae, is popularly known as "coirama", "folha-da-fortuna", or "folha-do-ar" and has been commonly used as antifungal, in the treatment of hypertension, ulcers and inflammation. The present study aimed to analyze the antiulcerogenic activity of aqueous extract from the leaves of Bryophyllum pinnatum (Lam. Kurz using indomethacin-induced gastric ulcer models in Rattus norvegicus, males (150-250 g aged 70 days old. The animals received by the oral route: water, aqueous extract from

  6. Antioxidant activity in vivo and in vitro of Halimeda incrassata aqueous extracts Atividade antioxidante in vivo e in vitro de extratos aquosos da Halimeda incrassata

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    F. Rivero

    2003-08-01

    Full Text Available The aim of the present paper was to provide the evidences for the antioxidant activity in Halimeda incrassata (Ellis Lamouroux aqueous extracts obtained after simple water extraction of the fresh algae at room temperature (23°C. Previously in the literature, only antioxidant activity associated to carotenoids fractions of seaweeds has been reported. From different species of seaweeds, Halimeda incrassata aqueous extract exhibited the highest antioxidant activity on the inhibition of TBARS formed during the spontaneous lipid peroxidation of rat brain homogenates with an IC50 of 0.340mg.mL-1. Halimeda incrassata aqueous extract (0.5mg.mL-1, was also capable of decreasing the in vitro generation of hydrogen peroxide by two distinct metabolic pathways involving glutamic and malonic acids. Also, Halimeda incrassata (at doses of 50, 100 and 200mg.Kg-1 showed a neuroprotective effect in vivo on the gerbil model of bilateral carotid occlusion because of decreasing the locomotor and exploratory activity induced by ischemia. In summary, Halimeda incrassata aqueous extracts exhibit antioxidant properties in different in vitro as well as in vivo models which could be explained by the presence of several hydrosoluble compounds. Further studies on this way are necessary to elucidate the precise structure of these compounds. Low toxicity of most seaweeds to humans, but particularly of Halimeda genus may favor its use as functional food.O presente trabalho teve por objetivo apresentar as evidências da atividade antioxidante de extratos aquosos da Halimeda incrassata Ellis Lamoroux obtidos a partir da alga a temperatura ambiente (23°C. A literatura apresenta somente a atividade antioxidante de algas oceânicas associada à frações de carotenóides. Das diferentes espécies de algas oceânicas o extrato aquoso da Halimeda incrassata apresentou a atividade antioxidante mais elevada medida pela inibição da formação de TBARS, durante a peroxidação lip

  7. Estudo toxicológico pré-clínico (agudo do extrato do Syzygium aromaticum (L em roedores

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rômulo O. H. Valente

    Full Text Available O objetivo desta pesquisa foi estimar a toxicidade aguda do extrato do cravo-da-índia (Syzygium aromaticum Linné em roedores. O extrato hidro-alcoólico a 80% foi concentrado em evaporador rotativo obtendo-se uma mistura final de extrato pilular. Camundongos albinos (Mus musculus fêmeas, divididos em 13 lotes de seis animais foram observados por 24 horas a partir da administração do extrato diluído em solução fisiológica a 0,9% nas dosagens de 137,5; 180; 187,5; 250; 375; 437,5; 500 e 1.000 mg/kg para via intraperitoneal e 1.000; 2.400; 2.880; 4.000 e 5.000 mg/kg para via oral. O cálculo proporcional foi realizado a fim de se obter a mesma dose para todos os animais de cada grupo. As punções foram por via intraperitoneal sendo respeitados intervalos de cinco minutos entre as administrações individuais. Nos ensaios de toxicidade por via oral a solução foi introduzida no trato digestório dos animais através de cânula metálica acoplada a seringa (gavagem. Os animais apresentaram alguns sinais de toxicidade, porém não letais até a dose de 5.000 mg/kg. A DL50 para via intraperitoneal foi calculada pelo método de Karber e Behrens (1964, sendo estabelecida em 255 mg/kg (muito tóxico, grau 4. Conclui-se que sob condições agudas de exposição, o extrato do cravo-da-índia é um agente tóxico, devendo ser considerado como tal, dependendo da dose administrada ou absorvida, tempo e freqüência de exposição e vias de administração.

  8. Toxicity studies of Cordia salicifolia extract Estudo da toxidade do extrato de Cordia salicifolia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberto Kenji Nakamura Cuman

    2005-03-01

    Full Text Available Este estudo foi realizado para determinar a toxicidade aguda do extrato total de Cordia salicifolia (DL50 após administração oral e intraperitoneal em camundongos, assim como os efeitos do extrato sobre alguns parâmetros bioquímicos no plasma de ratos após um tratamento prolongado (90 dias. A DL50 do extrato administrado por v.o. foi maior que 2000 mg/Kg, enquanto a DL50 por via i.p. foi aproximadamente 920 mg/Kg. A administração oral diária do extrato nas doses de 20, 100, 200 e 400 mg/kg por um período de 90 dias não causou modificações no ganho de peso corporal, no peso dos órgãos, nos parâmetros hematológicos e bioquímicos dos animais. Estes resultados indicam que a administração do extrato por um período mais prolongado não provocou efeitos de toxicidade nos animaisThis study was carried out to determine the acute toxicity of the whole Cordia salicifolia extract (LD50 after oral and intraperitoneal administration in mice, and its effect on certain biochemical parameters in the plasma of rats after 90 days of administration. The oral LD50 value of the extract was higher than 2000 mg/kg while the LD50 by intraperitoneal injections was about 920 mg/kg. A daily oral administration of extracts at 20, 100, 200 and 400 mg/kg doses for 90 days did not cause significant changes in the body weight gain, organs weight or biochemical assays and hematology in the animals. The results showed that the administration of the extract for a prolonged period did not produce toxic effects in the animals

  9. EXTRATO DE CHÁ VERDE (Camellia sinensis PROMOVE AÇÃO ANTIMICROBIANA SOBRE Staphylococcus aureus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leandro Wagner Figueira

    2017-01-01

    Full Text Available É de grande importância ampliar as pesquisas científicas com plantas medicinais sobre micro-organismos. Foi verificado o efeito antimicrobiano do extrato de C. sinensis , sobre cultura planctônica e biofilme de S. aureus. Neste estudo foi verificada ação do extrato entre 50 a 0,09 mg/mL sobre cultura planctônica, para determinação da CIM e CBM. A ação do extrato sobre biofilme foi analisada pela exposição de 5 min ao produto vegetal a 200mg/mL. Foi utilizado o método de MTT para determinar a redução da viabilidade do biofilme. Nos grupos controles foram utilizadas clorexidina (+ e solução salina (-, sendo n = 12/grupo. A redução do biofilme foi analisada por ANOVA e Tukey Test (p ≤ 0,05. Em cultura planctônica as concentrações avaliadas não foram efetivas, contudo, utilizando-se a concentração de 200 mg/mL sobre o biofilme, foi verificada redução significativa. Com isso, concluiu-se que o extrato de chá verde demonstrou ação sobre biofilme de S. aureus provendo redução significativa em sua viabilidade.

  10. Efeito do Extrato Aquoso de ilex paraguariensis Sobre o Metabolismo de Ratos Machos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gabriela Lima Pedroso

    2010-09-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Vários estudos têm apontado Ilex paraguariensis (erva-mate como coadjuvante no manejo da obesidade. O objetivo do estudo foi avaliar ingestão alimentar, peso corporal, volume da diurese, quantidade de gordura abdominal, triglicérides e colesterol total plasmáticos de ratos Wistar machos tratados com extrato aquoso de Ilex paraguariensis. MÉTODOS: Formaram-se dois grupos de seis animais cada, um controle e outro tratado. O tratado recebia extrato de Ilex paraguariensis e o controle, água para hidratação. Todos receberam ração padrão. Para o preparo do extrato da erva, misturava-se 1 L de água aquecida à 80 ºC e 70 g de erva-mate. Em 15 minutos, essa mistura era coada. Após 8 semanas, os animais foram colocados em gaiolas metabólicas para avaliar a ingestão alimentar e hídrica e o volume de diurese e fezes. Nesse período, foi aferido o peso, foram coletadas amostras de sangue para quantificar triglicérides e colesterol e a gordura abdominal foi dissecada após a morte dos animais. Na análise estatística, foi utilizado o teste t de Student para o tratamento de todos os resultados, e P < 0,05 foi considerado significativo. RESULTADOS: Ingestão alimentar e hídrica, diurese, fezes e peso dos animais não apresentaram qualquer diferença significativa, assim como os níveis de triglicérides. A quantidade de gordura abdominal, assim como os níveis de colesterol, foi significativamente menor nos animais tratados. CONCLUSÃO: O extrato da erva-mate parece ter influência sobre o metabolismo dos lipídios sem interferir no peso corporal nem na ingestão alimentar e hídrica.

  11. Nota científica: perfil bioquímico de ratos alimentados com iogurte contendo extrato de erva-mate (Ilex paraguariensis St. Hil)

    OpenAIRE

    Ril,Franciele Taís; Loch,Camila Ronsoni; Valduga,Alice Teresa; Macedo,Sandra Manoela Dias; Cichoski,Alexandre José

    2011-01-01

    Este estudo teve como objetivo avaliar o efeito do iogurte contendo extrato de erva-mate (Ilex paraguariensis) e com/sem culturas probióticas sobre o perfil lipídico, glicêmico, hepático e renal de ratos alimentados com esses tipos de iogurtes. Ratos da linhagem Wistar (42) foram divididos em três grupos (n=14), e receberam iogurte sem extrato de erva-mate, iogurte com extrato de erva-mate 0,1% e iogurte com extrato de erva-mate 0,1% e culturas probióticas, durante 30 dias. Não foi observado ...

  12. Liberação de componentes do extrato de Casearia sylvestris Swartz empregando membranas de látex natural como suporte

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alberto Trecco

    2014-01-01

    Full Text Available A membrana de látex natural (NRL – Natural Rubber Latex, manipulada a partir do látex extraído da seringueira Hevea brasiliensis, tem apresentado grande potencial de aplicação no campo da biomedicina e dos biomateriais. Graças a sua biocompatibilidade e baixa taxa de rejeição, ela tem sido utilizada para próteses e enxertos, atuando como estimulante da angiogênese, adesão celular e barreira física a agentes infecciosos. Além dessas aplicações, as membranas são utilizadas como matriz de sistemas de liberação para avaliar o comportamento da liberação de fármacos e extratos de origem vegetal que apresentam propriedades medicinais. O sistema extrato-membrana tem como objeto de estudo uma nova abordagem dessas substâncias no tratamento de feridas visando à cicatrização e regeneração do tecido envolvido. Casearia sylvestris, conhecida popularmente como guaçatonga, pertence à família Salicaceae, conhecida na medicina popular pelos seus efeitos antiulcerogênicos, cicatrizantes, antiofídicos, anti-inflamatórios e antissépticos, propriedades já comprovadas por estudos. Trabalhos recentes demonstraram que a liberação controlada de fármacos e extratos utilizando membranas de látex natural é uma alternativa interessante e promissora para aplicações biomédicas. Assim, o objetivo deste projeto foi estudar a liberação do extrato de Casearia sylvestris incorporado à membrana de látex em soluções com diferentes valores de pH, com o propósito de estudar seu comportamento e sua liberação de forma controlada. A taxa de liberação do extrato do sistema extrato-membrana foi monitorada e analisada utilizando-se o método de espectroscopia ótica (UV. O pH básico age desestabilizando a membrana indicando que o polímero possui a habilidade de proteger o extrato de ser liberado em valores de pH ácidos, direcionando sua aplicação para o sítio de melhor absorção. Além disso, a liberação segue uma função bi

  13. Estabilidade lipídica de filés de carpa húngara congelados tratados com extratos de Lippia Alba

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Paula de Lima Veeck

    2015-06-01

    Full Text Available O objetivo do presente estudo foi avaliar o efeito da aspersão de extratos de Lippia alba na estabilidade lipídica de filés de carpa húngara armazenados a -18±2°C. Filés não tratados (controle sem aspersão ou aspergidos (1mL 10g-1 de filé com água destilada (controle água destilada ou com extratos de L. alba (0,10g mL-1 hidrometanólico ou aquoso foram analisados durante o armazenamento nos dias zero, 90 e 180. Independente do tempo de congelamento, o extrato hidrometanólico reduziu os valores de dienos conjugados (DC dos filés em relação aos demais tratamentos, além de reduzir os valores de ácidos graxos livres aos 90 dias (P<0,05. O extrato aquoso resultou em maior teor de peróxidos após 180 dias de congelamento comparado aos demais tratamentos (P<0,05. Os extratos hidrometanólico e aquoso reduziram os valores de substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico (TBARS após 180 dias, comparados aos filés tratados com água destilada e sem aspersão (P<0,05. Ambos os extratos de L. alba retardaram a oxidação lipídica, sendo que o extrato aquoso retardou a degradação de produtos primários da oxidação lipídica (peróxidos em produtos secundários (TBARS, enquanto o extrato hidrometanólico parece ser mais eficiente, pois inibiu de forma similar tanto a formação de DC e peróxidos, quanto a sua degradação em produtos secundários (TBARS

  14. AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE INSETICIDA DE EXTRATOS VEGETAIS SOBRE Spodoptera eridania (CRAMER (LEPIDOPTERA: NOCTUIDAE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Milena Fazolo

    2017-01-01

    Full Text Available Spodoptera eridania é uma espécie desfolhadora cuja fase larval se alimenta de várias espécies de importância econômica. Dada a grande participação do agronegócio na economia do país e compreendendo a necessidade de buscar métodos que viabilizem o controle de pragas de maneira sustentável e segura para o meio ambiente, o uso de extratos vegetais com potencial inseticida pode oferecer uma alternativa de baixo custo e de fácil produção. Sendo assim, objetivou-se com este estudo avaliar a atividade inseticida de plantas sobre a mortalidade de larvas de S. eridania. Para isto, utilizou-se extratos aquosos de fumo (N. tabacum L., cinamomo (M. azedarach, alho (A. sativum L., pimenta roxa (C. chinense e erva-de-santa-maria (C. ambrosioides L., os quais foram pulverizados sobre lagartas de segundo instar de S. eridania e sobre o alimento fornecido. O extrato de Fumo apresentou-se promissor para o controle de S. eridania, sendo necessárias novas pesquisas que possibilitem verificar concentrações que ocasionem mortalidade acima de 50%, bem como testes de fitotoxidade do extrato na planta hospedeira.

  15. Efeito do extrato da casca de Syzygium cumini sobre a atividade da acetilcolinesterase em ratos normais e diabéticos Syzygium cumini bark extract effect on acetylcholinesterase activity in normal and diabetic rats

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cinthia Melazzo Mazzanti

    2004-06-01

    Full Text Available Este estudo verificou a eficiência do extrato etanólico da casca de Syzygium cumini sobre o sistema colinérgico de ratos normais e diabéticos induzidos com aloxano. Os animais foram divididos em grupo controle (C, tratado com Syzygium cumini (TS, diabético (D e diabético tratado com Syzygium cumini (DS. A atividade da acetilcolinesterase (AChE foi analisada nas seguintes estruturas cerebrais: cerebelo, córtex, estriado e hipocampo. O extrato etanólico da casca de Syzygium cumini na dose de 1g.kg-1 foi administrado diariamente por um período de trinta dias. Foi verificado após este período que o extrato inibiu a atividade da AChE no cerebelo e córtex cerebral dos ratos do grupo DS (PThe present study verified the efficiency of the bark ethanol extract of Syzygium cumini on the cholinergic system of normal and alloxan induced diabetic rats. Thirty-nine female rats were divided in control (C, treated with Syzygium cumini (TS, diabetic (D and diabetic treated with Syzygium cumini (DS. The activity of acetylcholinesterase (AChE was analyzed in the following cerebral structures: cerebellum, cortex, striatum and hippocampus. The extract of the bark of Syzygium cumini in the dose of 1g.kg-1 was administered orally daily for a period of thirty days. After this period the extract inhibited the activity of the AChE in the cerebellum and cerebral cortex of the rats in the DS group (P<0.05 as, compared to TS. In the striatum there was a significant increase in the activity of the AChE in rats of the TS group (P<0.01 when compared to the C group, and in the hippocampus there was no significant variation. These results indicate that the bark extract of "Jambolão"has an inhibitory effect on AChE in the cerebellum and cerebral cortex and an stimulatory effect on striatum, indicating a possible alteration in the functionality of the cholinergic system in such cerebral structures.

  16. Extrato aquoso de sementes de nim no controle de Liriomyza sativae (Diptera: Agromyzidae em meloeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ewerton Marinho Costa

    2016-06-01

    Full Text Available RESUMO O controle da mosca minadora é imprescindível nas áreas de produção de melão dos estados do Rio Grande do Norte e Ceará. Portanto, o objetivo do trabalho foi avaliar o efeito de diferentes concentrações do extrato aquoso de sementes de nim (Azadirachta indica sobre a mosca minadora (Liriomyza sativae. O experimento foi conduzido em delineamento inteiramente casualizado, constituído por sete tratamentos: Testemunha absoluta (água destilada, testemunha positiva (inseticida Vertimec® 18 CE - Abamectina e cinco concentrações do extrato aquoso de sementes de nim (1; 5; 10; 15 e 20 g 100 mL-1 de água destilada, com 10 repetições (plantas de meloeiro. Os tratamentos foram aplicados via pulverização, com auxílio de um pulverizador manual. As avaliações foram divididas em duas etapas, na primeira, registrou-se a mortalidade larval e, na segunda, a mortalidade pupal, em cada um dos tratamentos. Foi verificado que houve aumento da mortalidade larval e pupal de L. sativaecom o aumento da concentração do extrato aquoso de sementes de nim. As concentrações de 15 e 20 g 100 mL-1 do extrato ocasionaram mortalidade larval de 91 e 91,8% com eficiência de controle de 89,7 e 90,6%, respectivamente. Todas as concentrações avaliadas ocasionaram significativa mortalidade pupal das larvas que sobreviveram, destacando-se as concentrações de 5; 10; 15 e 20 g 100 mL-1 com 99,4; 100; 100 e 100% de mortalidade, respectivamente.

  17. Avaliação da eficácia de extratos oleosos de frutos verdes e maduros de cinamomo (Melia azedarach sobre Rhipicephalus (Boophilus microplus (Acari: Ixodidae Evaluation of efficacy of ripe and unripe fruit oil extracts of Melia azedarach against Rhipicephalus (Boophilus microplus (Acari: ixodidae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lorena A. Dias de Sousa

    2008-03-01

    Full Text Available Extratos hexânicos obtidos dos frutos de Melia azedarach foram testados sobre fêmeas ingurgitadas e larvas de Rhipicephalus (Boophilus microplus. Foram produzidos quatro extratos: um de frutos verdes e três com frutos maduros, sendo um com os frutos imediatamente processados, outro com frutos armazenados por cinco meses e um testado após armazenamento do extrato por 2 (dois anos a 4ºC. Os testes foram feitos em triplicata, em diluições de 0,25% a 0,0156%. A eficácia dos extratos foi avaliada através da comparação da Reprodução Estimada dos lotes "controle e tratado" para fêmeas, da mortalidade para as larvas, e do cálculo das DL50 e da potência relativa para larvas e fêmeas. O extrato de frutos verdes apresentou uma eficácia variando de 3,6% a 100% para fêmeas, e o de frutos maduros variou de 5,2% a 99,7%. Os dois extratos causaram uma mortalidade de 100% das larvas nas maiores concentrações. O extrato de frutos armazenados apresentou eficácia de 14% a 83% sobre fêmeas, enquanto o extrato armazenado em geladeira apresentou eficácia de 8,4% a 100% e ambos não apresentaram efeito larvicida. Os resultados obtidos demonstram uma superioridade do extrato verde, com uma menor DL50 e potência 1,497 vezes superior ao extrato de frutos maduros.Hexanic extracts gotten of the fruits of cinamomo (Melia azedarach were tested on engourged females and larvae of Rhipicephalus (Boophilus microplus. Four extracts were produced: one of unripe fruits and three of ripe fruits, being one with the fruits immediately processed, another one with fruits stored for five months and one tested after storage of the extract for 2 (two years at 4ºC. The tests were made in triplicate, in 0.25%- 0.0156% dilutions. The effectiveness of extracts was evaluated through the comparison of the Reproduction Estimate of the groups "controlled and treated" for females, of mortality for the larvae, and of the calculation of the DL50 and the relative power for

  18. Avaliação da atividade antifúngica de extratos de gengibre e eucalipto in vitro e em fibras de bananeira infectadas com Helminthosporium sp = Evaluation of antifungal activity in vitro of ginger and eucalypt extracts on banana fibers infected with Helminthosporium sp

    OpenAIRE

    Edvirgem Rodrigues; Kátia Regina Freitas Schwan-Estrada; José Renato Stangarlin; Maria Eugenia Silva Cruz; Ana Cristina Grade Fiori-Tutida

    2006-01-01

    O presente trabalho teve como objetivo avaliar a fungitoxicidade dos extratos brutos aquosos (EBA) de gengibre (Zingiber officinalis) e eucalipto (Corymbia citriodora) sobre o fungo Helminthosporium sp. Este patógeno foi identificado nas fibras do pseudocaule da bananeira, as quais são utilizadas na fabricação de artesanato local. Foram avaliados o crescimento micelial e esporulação do fungo in vitro, além do crescimento da colônia fúngica nas fibras tratadas com os extratos das plantas. As f...

  19. Evaluation of the alcoholic fermentation of aqueous extract of the apple pomace/ Avaliação da fermentação alcoólica do extrato de bagaço de maçã

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gilvan Wosiacki

    2005-06-01

    Full Text Available The main by-product of apple agroindustry, the apple pomace, may represent from 20 to 40% of the total amount of processed raw material. Indeed, this apple pomace has been used for animal breeding or simply delivered on the soil. However, due to its composition it may cause diarrhea in cattle and also show a high environmental impact. This work was designed to evaluate such a rejected industrial residue concerning the quality of the aqueous extract for alcoholic fermented production. The variety Fuji was processed in a laboratory scale and its apple juice was a reference. The apple pomace was divided in three parts with the same weight. The first one was treated with water 1/1 (v/m, homogenized and pressed; this extract was added to the second part and homogenized and pressed. This second extract was added to the last part, and also homogenized and pressed. The composition of the apple juice and of the extract were determined before and after the fermentation. The extract showed 60% as yield of the total sugars and total acidity were the same in the apple juice. The total nitrogen and N a-amino acid concentration were both higher in the extract as compared to the apple juice. The yeast did not present any lack for the fermentation process. Apple pomace extract was suitable substrate for alcohol fermentative process. The apple juice, extract pomace and extract pomace added with sacarose fermentation show 6,9ºGL, 4,30ºGL e 7,30ºGL, respectively.O principal subproduto da agroindústria da maçã, o bagaço, pode representar de 20 a 40% da quantidade total de maçã processada. Atualmente está sendo utilizado na alimentação animal ou simplesmente dispensado no solo como adubo orgânico. Entretanto, devido à sua constituição pode causar hiper-alcoolemia no gado e também acarretar problemas ambientais. Neste trabalho foi avaliado o aproveitamento do bagaço de maçã do cultivar Fuji para a obtenção de extrato aquoso para a fermenta

  20. Atividade in vitro do extrato de própolis contra agentes bacterianos da mastite bovina In vitro activity of propolis extract against bovine mastitis bacterial agents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andrea Pinto Loguercio

    2006-02-01

    Full Text Available Este trabalho foi desenvolvido com o objetivo de avaliar a atividade in vitro do extrato alcoólico de própolis, contra agentes da mastite bovina, comparando-o aos principais antimicrobianos utilizados no tratamento convencional. Foram utilizados 36 isolados coagulase-positivos de Staphylococcus sp. e 27 isolados de Streptococcus sp.; 94,4% dos Staphylococcus sp. e 85,2% dos Streptococcus sp. foram susceptíveis ao extrato de própolis.The present study aimed to determine the in vitro activity of propolis extract, comparing it to the most common antibacterial drugs against bovine mastitis bacterial agents. Thirty-six isolates of coagulase-positive Staphylococcus sp. and twenty-seven of Streptococcus sp. were analyzed. Coagulase-positive Staphylococcus (94.4% and Streptococcus sp. (85.2% showed susceptibility to propolis extract.

  1. Atividade antibacteriana do extrato bruto de Bacillus amyloliquefaciens frente a diferentes indicadores.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    D. SCHULZ

    2008-10-01

    Full Text Available

    O presente estudo teve como objetivo obter um extrato bruto de Bacillus amyloliquefaciens, padronizado pela dosagem de proteínas, e quantificar sua atividade antibacteriana pelo halo de inibição do crescimento de Listeria monocytogenes NCTC 098630, Escherichia coli ATCC 25922, Salmonella typhimurium ATCC 14028, Staphylococcus aureus ATCC 25923, Enterococcus faecalis ATCC 29212 Enterobacter aerogenes ATCC 13048 e Pseudomonas aeruginosa ATCC 9027. O extrato bruto de Bacillus amyloliquefaciens somente apresentou atividade antibacteriana frente Listeria monocytogenes NCTC 098630. Constatou-se que a concentração responsável por 50% da máxima atividade antibacteriana foi 29,22 g do extrato bruto, com um halo de inibição de aproximadamente 4 mm.

  2. EFEITO DO EXTRATO FOLIAR DE Gossypium arboreum L. (ALGODÃO SOB O CRESCIMENTO MICELIAL DE Lasiodiplodia theobromae (PAT. GRIFFON & MAUBL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Caroline da Cruz Vasconcelos

    2017-03-01

    Full Text Available O uso de extratos vegetais tem sido amplamente estudado como controle biológico alternativo de doenças de plantas, especialmente aquelas causadas por fungos patogênicos. Nesse sentido, o objetivo do presente estudo foi avaliar a atividade antifúngica in vitro do extrato bruto etanólico obtido de folhas de algodão (Gossypium arboreum L., Malvaceae em diferentes concentrações sob o desenvolvimento micelial do fungo fitopatogênico Lasiodiplodia theobromae. O ensaio foi conduzido nos Laboratórios de Microbiologia/Fitopatologia/Genética e de Cultivo/Isolamento da Universidade do Estado do Amapá/UEAP, em Macapá, Amapá. Em um Delineamento Inteiramente Casualizado (DIC, seis tratamentos e seis repetições foram organizados: T1 (controle negativo – BDA (Batata-Dextrose-Ágar + 0 mg.mL-1 (extrato foliar; T2 - BDA + 5 mg.mL-1 (extrato foliar; T3 - BDA + 10 mg.mL-1 (extrato foliar; T4 - BDA + 20 mg.mL-1 (extrato foliar; T5 - BDA + 2,5 mL de etanol e T6 (controle positivo - BDA + 2,5 mL de fungicida comercial (Derosal®. As variáveis inibição do crescimento micelial (ICM, índice de velocidade de crescimento micelial (IVCM e área abaixo da curva de cobertura de crescimento micelial (AACCM foram calculadas ao final do experimento. Os resultados mostraram que o extrato bruto etanólico das folhas de G. arboreum não apresentou atividade antifúngica in vitro frente ao fungo L. theobromae nas concentrações testadas. O extrato induziu o crescimento micelial do fungo, especialmente na concentração 10 mg.mL-1, a qual apresentou condição ideal para o desenvolvimento das estruturas do fungo. Palavras-chave: Malvaceae, extrato vegetal, controle biológico, fitopatógeno.

  3. Atividade fungitóxica de extratos vegetais e produtos comerciais contra Diplocarpon rosae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Janaina Miyashiro Simon

    Full Text Available RESUMO O objetivo deste trabalho foi verificar o potencial de extratos oriundos de plantas medicinais (Rosmarinus officinalis L., Equisetum arvense L. e Moringa oleifera Lam. e produtos comerciais (a base de extratos vegetais, óleos vegetais e fosfito de potássio no controle in vitro de Diplocarpon rosae. Avaliou-se o efeito dos tratamentos sobre o fitopatógeno pelo índice de velocidade de crescimento micelial, inibição do crescimento micelial, inibição da esporulação, índice de esporulação, síntese de proteínas, a atividade específica de peroxidase e catalase no micélio do fitopatógeno, utilizando extrato bruto aquoso (EBA de folhas de R. officinalis (1%; EBA de caules de E. arvense (1%; EBA de sementes de M. oleifera (1%; produto comercial a base de extratos vegetais fermentados (0,01%; produto comercial a base de fosfito de potássio (0,01%; produto comercial a base de óleos vegetais (0,01%; produto a base de massa cítrica (0,01%; fungicida a base de Tiofanato metílico (0,007%; adjuvante (0,0025% BDA e BD. Pelos resultados observou-se maior redução do crescimento de D. rosae quando na presença do produto comercial a base de óleos vegetais. O EBA de E. arvense e o produto comercial a base de extratos vegetais fermentados apresentaram efeito anti-esporulante. Os tratamentos com EBA de R. officinalis, EBA de E. arvense, EBA de M. oleifera, produto comercial a base de óleos vegetais e produto a base de massa cítrica aumentaram a síntese de proteínas no micélio D.rosae. Houve aumento da atividade específica das enzimas peroxidase e catalase no micélio quando na presença do EBA de R. officinalis e produto comercial a base de fosfito de potássio, respectivamente. O EBA de E. arvense, e os produtos comerciais a base de óleos vegetais e a base de extratos vegetais fermentados, apresentaram resultados promissores no controle do fitopatógeno D. rosae.

  4. Extrato aquoso de ramos de Trichilia pallida e o desenvolvimento de Spodoptera frugiperda em genótipos de milho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Torrecillas Sônia Martins

    2001-01-01

    Full Text Available Avaliaram-se o desenvolvimento e a sobrevivência da lagarta-do-cartucho, Spodoptera frugiperda (J. E. Smith criada em folhas de dois genótipos de milho (o padrão comercial C 901 e o resistente CMS 23 tratados com extratos aquosos (0,1 e 1% de ramos da planta inseticida Trichilia pallida Swartz (Meliaceae. As variáveis biológicas avaliadas foram peso, duração e viabilidade das fases larval e pupal. Em plantas tratadas com o extrato a 1%, ocorreu mortalidade total das lagartas nos dois genótipos, enquanto que a 0,1% o extrato reduziu a sobrevivência e o peso larval e prolongou o período de desenvolvimento. Lagartas alimentadas com o genótipo CMS 23 apresentaram menor sobrevivência, menor peso e maior período de desenvolvimento do que no genótipo C 901.

  5. Atividade antioxidante da polpa, casca e sementes do noni (Morinda citrifolia Linn

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Barbosa Costa

    2013-06-01

    Full Text Available Na busca pela identificação de novas fontes de antioxidantes naturais e de esclarecer lacunas acerca das reais propriedades benéficas atribuídas ao Noni (Morinda citrifolia Linn, este trabalho teve como objetivo realizar a caracterização química e avaliar a atividade antioxidante da polpa, casca e sementes do noni. Foram determinadas a composição centesimal (umidade, cinzas, proteínas, carboidratos e lipídios; os compostos bioativos (fenólicos totais, carotenoides totais e vitamina C e a atividade in vitro em extratos aquoso, etanólico e acetônico. Os resultados demonstraram que o Noni possui quantidades significativas de carboidratos (27,21%; 9,70% e 8,37% e de proteínas (2,64%; 2,23%; e 2,24% nas sementes, casca e polpa, respectivamente. A polpa apresentou maior teor de vitamina C (23,1 mg/100g e de carotenoides totais (3,90 mg/100g. No extrato acetônico da polpa, foram quantificados 109,81 mg/100g de fenólicos totais, seguidos pelos extratos acetônicos da casca (76,01 mg/100g, das sementes (28,75 mg/100g e do extrato etanólico da polpa (20,33 mg/100g. Todos os extratos avaliados apresentaram atividade antioxidante in vitro; os extratos acetônico e etanólico da casca e das sementes do Noni apresentaram maior atividade pelo método β-caroteno/ ácido linoleico, enquanto o extrato etanólico da polpa teve maior atividade antioxidante pelo ensaio DPPH e ABTS, e o extrato acetônico da polpa, pelo método ABTS. O noni é um fruto com significativo teor de compostos fenólicos totais que apresentam atividade antioxidante in vitro.

  6. Evaluation of the antifungal activity by plant extracts against Colletotrichum gloeosporioides Penz Avaliação da atividade anti-fúngica de extratos vegetais contra Colletotrichum gloeosporioides Penz

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Polyanna Alves Silva

    2008-04-01

    Full Text Available Aiming to develop more efficient and environmental friendly methods than those available to control Colletotrichum gloeosporioides Penz, which causes blister spot in coffee trees, a search for plants able to produce substances active against such pathogen was carried out. Thus, extracts of 48 plant species, collected at Alto Rio Grande region, in Minas Gerais, were prepared and submitted to in vitro assays with that fungus. The best results were obtained with the extracts prepared from Digitalis lanata Ehrh, Origanum manjorona L., Plantago lanceolata Hook. and Stevia rebaudiana (Bertoni Bertoni, which inhibited C. gloeosporioides spores germination. After dilution of some active extracts with aqueous 1 % Tween 80 solution in a 1:2 or 1:3 ratio (extract:aqueous solution, their antifungal activity vanished. Some of the active extracts were also submitted to freeze drying and none of them presented any alteration in their antifungal activity. Concluding, several plants presented potential to be used in the search for new bioactive substances to control C. gloeosporioides, especially O. manjorona L., which inhibited 96 % of the fungus spores germination.Com vistas a contribuir para o desenvolvimento de métodos mais eficientes e menos agressivos ao ambiente que aqueles disponíveis para o controle de Colletotrichum gloeosporioides Penz, causador da mancha manteigosa em cafeeiros, buscou-se identificar espécies vegetais produtoras de substâncias ativas contra o referido patógeno. Para tanto, prepararam-se extratos de 48 espécies vegetais, coletadas na região do Alto Rio Grande, em Minas Gerais, para serem submetidos a testes in vitro com o mencionado fungo. Constatou-se que os melhores resultados foram obtidos com os extratos oriundos de Digitalis lanata Ehrh, Origanum manjorona L., Plantago lanceolata Hook. e Stevia rebaudiana (Bertoni Bertoni que inibiram a germinação dos esporos de C. gloeosporioides. Alguns dos extratos ativos tamb

  7. Effect of the extract of persimmon (Diospyros kaki L. cv. ‘Rama Forte’and rosemary oily extract (Rosmarinus officinalis L. on the sensory characteristics and color stability of frozen beef burgersEfeito de extratos de caqui (Diospyros kaki L. cultivar Rama Forte e do extrato oleoso de alecrim (Rosmarinus officinalis L. nas características sensoriais e na estabilidade da cor de hambúrguer de carne bovina congelado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leadir Lucy Martins Fries

    2012-06-01

    da cor de hambúrguer de carne bovina congelado. Para tanto foi elaborado o extrato hidroetanólico bruto que foi fracionado obtendo-se a fração hexânica, clorofórmica, de acetato de etila e a fração residual. Para o preparo das amostras de hambúrguer foi elaborada uma formulação básica que foi dividida em partes: controle, padrão (formulação adicionada de 0,1% de eritorbato de sódio, tratamento 1 (0,5% de extrato hidroetanólico bruto, tratamento 2 (0,7% de extrato hidroetanólico bruto, tratamento 3 (0,5% da fração residual, tratamento 4 (0,7% da fração residual, tratamento 5 (0,5% da fração acetato de etila, tratamento 6 (0,7% da fração acetato de etila e tratamento 7 (0,10% de extrato oleoso de alecrim. As amostras de hambúrguer foram armazenadas a –25 ºC por 14 meses e submetidas a análise sensorial (cor, aroma, sabor e textura no início do experimento e a determinação da cor (L*, a*, b* e h* a cada 2 meses. A adição dos extratos não promoveu alteração dos atributos sensoriais do hambúrguer bovino no tempo zero de armazenamento. Ocorreu tendência de diminuição dos valores de a* e aumento dos valores de h* das amostras de hambúrguer congeladas ao longo do período de armazenamento. As amostras adicionadas da fração acetato de etila (0,5 e 0,7% e do extrato oleoso de alecrim apresentaram maiores valores de a* que as demais amostras ao longo do período de armazenamento e menores valores de h* que a amostra padrão, no final do período avaliado, indicando que a adição da fração acetato de etila e do extrato de alecrim contribuiram na retenção e estabilidade da cor vermelha das amostras de hambúrguer de carne bovina durante o período de armazenamento do produto congelado.

  8. Características físicas e químicas do extrato fluido de Cordia ecalyoulata Vell - Boragináceae

    OpenAIRE

    Saito, Maria Lúcia; Oliveira, Fernando de

    1986-01-01

    São apresentadas características físicas e químicas e a determinação do teor de alantoina nos extratos fluidos de Cordía ecalyculata Vell, planta medicinal popularmente conheaida como "chá de bugre" e "porangaba". A alantoina foi encontrada em teores variando de 0,36 a 0,73% nos extratos fluidos, preparados com drogas de procedências diferentes. Verificou-se também a presença de ácido alantóico, produto de decomposição da alantoina, nos extratos fluidos, que ao mesmo tempo tiveram o valor do ...

  9. Avaliação in vivo do efeito hipocolesterolêmico e toxicológico preliminar do extrato bruto hidroalcoólico e decocção da Vitex megapotamica (Spreng Moldenke (V. montevidensis Cham.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anna Paula Brandt

    Full Text Available As doenças cardiovasculares (DC estão, de modo geral, associadas a elevados níveis séricos de lipídeos, atingindo homens e mulheres, sem distinção de idade. Entre as propriedades atribuídas pela medicina popular à Vitex megapotamica (Spreng Moldenke (V. montevidensis Cham -Tarumã estão a de reduzir os níveis séricos de colesterol e triglicerídeo. O principal objetivo do presente estudo foi avaliar o potencial hipocolesterolêmico e hipolipidêmico da V. megapotamica, bem como fazer um estudo toxicológico preliminar. Para tanto, foi realizada indução hiperlipidêmica usando um modelo que preconiza o emprego de propiltiuracil 1,25 mg/300 g de peso e colesterol 200 mg/kg de peso, aplicados via oral em ratos machos pesando 300 ± 10 g. Foi administrado, por via oral, aos animais hiperlipidêmicos previamente induzidos 300 mg/kg de extrato hidroalcoólico das folhas de V. megapotamica ou 300 mL da decocção da casca da planta. Após o final de cada tratamento, o perfil lipídico foi ensaiado, bem como os níveis de glicose, quando relevante. Nossos resultados confirmaram o efeito hipolipidêmico do extrato hidroalcoólico e da decocção pela redução dos níveis séricos de colesterol e triacilglicerol nas concentrações, via e forma utilizadas. Além disso, foi possível verificar que não houve lesão cardíaca, hepática ou renal pelo extrato e decocção utilizados nas avaliações toxicológicas preliminares ensaiadas.

  10. Efeito de extratos e óleos essenciais de plantas na germinação de urediniósporos de Phakopsora pachyrhizi

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    D.I. Borges

    2013-01-01

    Full Text Available Métodos alternativos para o controle de doenças e pragas de plantas vêm sendo pesquisados buscando causar menores danos ao ambiente e a saúde humana. Diante disso, o objetivo deste estudo foi identificar extratos de plantas e óleos essenciais com possíveis efeitos sobre Phakopsora pachyrhizi, agente etiológico da ferrugem-asiática da soja. Assim, 61 extratos de plantas da flora nativa da região do Alto Rio Grande, Minas Gerais e cinco óleos essenciais obtidos comercialmente foram utilizados com a finalidade de testar os efeitos na germinação de urediniósporos do referido fungo. Foram utilizadas placas de Petri de 6 cm, com meio ágar-água, adicionado com 150 μL de extrato de planta ou 6 μL do óleo essencial misturado ao meio de cultura. Como testemunhas foram utilizadas 150 μL de Tween 20 a 0,7% e 150 μL de água destilada. Após, foram adicionados 50μL de uma suspensão de urediniósporos, na concentração de 2mg.5mL-1 e espalhados com alça de Drigalsky. As placas foram colocadas em BOD, a 23(±2ºC, por 4 horas. A germinação foi paralisada com adição de lactoglicerol. A avaliação da percentagem de esporos germinados foi realizada em microscópio de luz. Dentre os extratos vegetais testados, dez apresentaram percentual de germinação abaixo de 15%, tendo os extratos obtidos das plantas Pelargonium sp., Salvia officinalis, Lavandula officinalis, Mentha pulegium e M. arvensis apresentado germinação de esporos de 3,0%, 3,5%, 3,0%, 2,0% e 4,0%, respectivamente. Todos os óleos essenciais avaliados foram efetivos na inibição da germinação, com destaque para o óleo essencial de Caryophilus aromaticus, que apresentou percentagem de germinação de 5%, resultando num percentual de inibição de 50,0%.

  11. Bioatividade de extratos aquosos de plantas medicinais em sementes de feijão-fava

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    D.A.C Nobre

    2014-01-01

    Full Text Available O objetivo do presente estudo foi avaliar a bioatividade de extratos aquosos de plantas medicinais em sementes de Phaseolus lunatus L. (feijão-fava via comportamento fisiológico e fitossanitário. Foram utilizadas sementes de feijão-fava da variedade Anduzinha tratadas com seis extratos aquosos de plantas medicinais a 5% (Ocimun gratissimum, Plectranthus neachilus, Vernonia condensata, Cymbopogom citratus, Equisetum sp., e Piper aduncum L., juntamente com a testemunha (água destilada. A bioatividade foi determinada pelo comportamento fisiológico e sanitário avaliados por meio dos testes de germinação, primeira contagem de germinação, índice de velocidade de germinação, comprimento de raiz na primeira e última contagem, e teste de sanidade. Realizou-se a análise de variância e teste Tukey a 5% de probabilidade. O extrato aquoso de cavalinha (Equisetum sp. promoveu a melhor qualidade fisiológica das sementes de feijão-fava. Houve maior incidência de fungos nas sementes de feijão-fava que receberam o extrato de boldinho (Plectranthus neachilus.

  12. Avaliação da atividade antioxidante do extrato hidroalcoólico da romã (Punica granatum, L. sobre células da linhagem Caco-2 Antioxidant activity evaluation of the pomegranate (Punica granatum, L. hidroalcoholic extract at Caco-2 cell line

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Archilla Jardini

    2007-08-01

    Full Text Available A absorção dos compostos antioxidantes presentes no extrato hidroalcoólico da polpa da romã (Punica granatum, L. foi avaliada utilizando-se o modelo de cultura de células, cuja linhagem escolhida foi a Caco-2, provenientes de um adenocarcinoma do cólon. O extrato hidroalcoólico da polpa apresentou um conteúdo de 832 µg equivalente de ácido gálico.mL-1 de extrato e sua atividade antioxidante mostrou valores de 5,9% (0,1 ppm a 93,09% (8 ppm de capacidade de redução do radical DPPH•. As células tratadas com o extrato apresentaram uma inibição de crescimento celular de 4,16% (200 ppm, e a absorção dos compostos antioxidantes foi de 63,25%. Para o ácido gálico, os resultados mostraram uma inibição de 2,98% (400 ppm e uma absorção de 72,54% dos compostos antioxidantes. Os resultados mostraram que o método de avaliação de absorção através de cultura de células foi eficaz, e que os compostos antioxidantes foram absorvidos pelas células, que se apresentaram viáveis, após um período de exposição prolongado aos compostos.The absorption of antioxidant compounds present in hydroalcoholic extract of pomegranate pulp (Punica granatum, L. was evaluated by a cell culture model, using the Caco-2 cells (from an adenocarcinom of the colon. The hydroalcoholic extract of the pulp showed a content of reducing compounds of approximately 832 µg equivalent to gallic acid.mL-1 of the extract and its antioxidant activity was from 5.9% (0.1 ppm to 93.09% (8 ppm, measured by the capacity of reducing the DPPH• radical. The cells that were treated with the extract showed a 4.16% of growing inibition (at a concentration of 200 ppm, and an absorption of the antioxidants compounds of approximately 63.25%. The gallic acid showed, at 400 ppm of concentration, a growing inhibition of 2.98% and anabsorption of 72.54% of the antioxidant compounds. These results pointed out that the method of evaluating the absorption by using cell culture was

  13. Efeito de extratos de plantas medicinais no controle de Colletotrichum acutatum, agente causal da flor preta do morangueiro Effect of plant extract on control of Colletotrichum acutatum the causal agent of the black spot of strawberry

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Taís Ferreira Almeida

    2009-09-01

    Full Text Available A flor preta do morangueiro, causada por Colletotrichum acutatum, acarreta sérios problemas à cultura. Com o objetivo de verificar a utilização de extratos vegetais no controle da doença, testes "in vitro" foram realizados com 11 extratos vegetais hidroalcoólicos produzidos de plantas utilizadas na medicina popular. Os extratos foram preparados a partir de diferentes partes da planta, de acordo com a espécie, utilizando água e álcool no processo de extração por maceração. Foi verificada a influência dos extratos no crescimento micelial, esporulação e germinaç��o de esporos de C. acutatum, e também no controle do patógeno em folhas e frutos destacados. De acordo com a metodologia utilizada, os extratos vegetais que apresentaram maior eficiência foram os de folha e ramos de Ruta graveolens, Artemisia absinthium e bulbos de Allium sativum, indicando ter essas plantas potencial fungitóxico para o controle de C. acutatum.The black spot of strawberry plants caused by Colletotrichum acutatum, causes serious problems to the culture. To control the disease and minimize the use of fungicides, in vitro assays were accomplished with 11 different plant hydroalcoholic extract from plants species used in the popular medicine. The extracts were produced from plant parts (according to the species using water and alcohol in the extraction process for infusion. The influence of the extracts was verified in the micelial growth, esporulation and germination of the pathogen, besides a test with leaves and outstanding fruits. In agreement with the methodology used in this study, the extracts that showed the highest efficiency were the ones from Ruta graveolens, Artemisia absinthium and Allium sativum, which indicate such plants as potential fungitoxics for the control of C. acutatum.

  14. Atividade antiinflamtória do extrato aquoso e frações do fruto da Cayaponia cabocla (Vell.) Mart. (Cucurbitaceae)

    OpenAIRE

    Provasi, Marilene; Silva, Daniel R.; Bersani Amado, Ciomar Aparecida; Delani, Tieles C. O.; Nakamura, Celso Vataru; Dias Filho, Benedito Prado; Cortez, Diógenes Aparício Garcia

    2007-01-01

    O objetivo deste trabalho foi avaliar a atividade anitinflamatória tópica in vivo do extrato aquoso e frações do fruto de Cayaponia cabocla (Vell.) Mart. (Curcubitaceae). Extratos e frações dos frutos frescos de C. cabocla foram avaliadas a ação antiinflamatória sobre o modelo de pleurisia induzida por carragenina e edema de orelhas de camundongos induzido por óleo de cróton. Doses de 250 e 500 mg mg Kg do extrato aquoso reduziram o volume do exsudato pleural e o número de células migradas, e...

  15. CE e RAS do extrato de saturação do solo sob diferentes níveis de salinidade e doses de nitrogênio no cultivo da abobora

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Max Venicius Teixeira da Silva

    2014-07-01

    Full Text Available 800x600 A agricultura irrigada depende tanto da quantidade como da qualidade da água; no entanto, o aspecto qualidade tem sido desprezado devido ao fato de que, no passado, em geral as fontes de água, eram abundantes, de boa qualidade. O trabalho teve como objetivo estudar a condutividade elétrica e razão de adsorção do sódio no extrato de saturação do solo no cultivo da abobora sob diferentes níveis salinos da água de irrigação e doses de nitrogênio. A água de irrigação disponível na Fazenda Experimental é proveniente de um poço perfurado do aqüífero Arenito Açu, com profundidade aproximada de 800 m, com água de boa qualidade, e condutividade elétrica da água (CEa em torno de0,5 dS m-1. Adotou-se o delineamento experimental em blocos ao acaso, em esquema de parcelas subdivididas 5 x 3, com quatro repetições. Os tratamentos foram constituídos dos cinco níveis de salinidade (0,5, 1,5, 2,5, 3,5 e 4,5 dS m-1, e três níveis de nitrogênio: N1 = 27,37; N2 = 91,25 e N3 = 155,12 kg ha-1 correspondente a 30%, 100% e 170%, da recomendação de nitrogênio. Houve um aumento da salinidade do extrato de saturação com incremento dos níveis salinos da água e adubação nitrogenada. Os maiores valores de CEes foram verificados na CE (4,5 dS.m-1 e 170% da dose  de nitrogênio recomendada pelos produtores de abobora. A razão de adsorção de Sódio (RASes cresceu proporcional com os valores da condutividade elétrica da água de irrigação Normal 0 21 false false false PT-BR X-NONE X-NONE

  16. Germinação e desenvolvimento inicial de sementes de alface submetidas ao extrato de pimentas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    PALOMA RAYANE PINHEIRO

    2017-07-01

    Full Text Available A família Piperaceae inclui cerca de 12 gêneros e mais de 1400 espécies  de pimentas distribuídas em todas as regiões subtropicais e tropicais. Algumas espécies do gênero Piper podem apresentar efeito fungicida, inseticida ou mesmo alopático sobre as sementes de outras espécies. Diante disso, o presente trabalho teve como objetivo avaliar o efeito dos extratos alcóolicos de três diferentes espécies de pimentas na germinação e desenvolvimento inicial de sementes de alface. As sementes foram umedecidas com extratos alcoólicos das três espécies de pimentas: Piper callosum, Piper médium, Piper aduncum, em diferentes concentrações: 0, 20, 30, 40, 50, 60 e 70%. As avaliações foram diárias até o sétimo dia após a semeadura, e ao final foi determinada a porcentagem de germinação (G%, primeira contagem de germinação (PCG, índice de velocidade de germinação (IVG e comprimento de plântula (CP. Os dados foram submetidos às analise de variância e de regressão. Para a primeira contagem de germinação e o índice de velocidade de germinação, o extrato da Piper medium se destacou em relação as outras duas pimentas, para o comprimento de plântulas, a Piper callosum e a  Piper aduncum prejudicaram esta característica. Para o fator concentração houve a redução da germinação com o aumento das concentrações dos extratos. Para primeira contagem de germinação, observou-se que elevadas concentrações dos extratos alcóolicos prejudicaram o desenvolvimento inicial das plântulas. A utilização dos diferentes tipos de extratos nas diferentes concentrações sobre as sementes de alface foi prejudicial a germinação e desenvolvimento inicial das mesmas.

  17. FORMULAÇÃO DE EXTRATO AQUOSO DE TREMOÇO BRANCO (LUPINUS ALBUS L. ADICIONADO DE SUCO DE PITANGA UTILIZANDO METODOLOGIA DE SUPERFÍCIE DE RESPOSTA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Aparecida BOTARO

    2011-01-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi verifi car, através da metodologia de superfície de resposta, as melhores condições para a utilização simultânea de extrato aquoso de tremoço branco (Lupinus albus L. e de suco de pitanga (Eugenia unifl ora L. no desenvolvimento de uma bebida. Para tanto, as variáveis independentes foram representadas pelo volume de extrato aquoso de tremoço (mL e pelo volume de suco de pitanga (mL. As variáveis dependentes (respostas foram obtidas através de teste sensorial de aceitação (“aparência”, “aroma”, “sabor” e “impressão global”. A otimização conjunta das variáveis apontou o ensaio 2 (50mL de extrato aquoso de tremoço e 30mL de suco de pitanga do planejamento experimental como sendo o ótimo. Pode-se concluir que foi possível obter uma bebida com características sensoriais atrativas, utilizando extrato aquoso de tremoço e suco de pitanga. O uso da metodologia de superfície de resposta possibilitou a determinação de regiões de máxima aceitação para cada atributo avaliado na formulação da bebida contendo extrato aquoso de tremoço branco e suco de pitanga com um número mínimo de ensaios.

  18. INFLUÊNCIA DO POTENCIAL ANTIOXIDANTE DE EXTRATO DE ERVA-MATE (Ilex paraguariensis St. Hil EM FRANGO ASSADO, ARMAZENADO E REAQUECIDO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marineusa CAMEL

    2012-04-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi avaliar o potencial antioxidante do extrato de erva-mate (Ilex paraguariensis em carne de frango. As sobrecoxas de frango foram submetidas a diferentes tratamentos (sem condimentos; com sal, sal e sálvia, sal, sálvia e extrato (0,125%; sal e extrato (0,125%, sal, sálvia e extrato (0,25% e sal e extrato (0,25% e analisadas na forma crua, assada, após armazenamento sob refrigeração e após reaquecimento. A atividade antioxidante in vitro do extrato foi determinada pelo teste de DPPH (difenilpicrilhidrazina. As amostras dos diferentes tratamentos foram submetidas às análises de oxidação de lipídios (TBARS, pH, potencial de oxiredução (mV, cor objetiva (L, a, b e análise sensorial. O teste DPPH mostrou correlação entre a atividade antioxidante (% e concentração de extrato fornecendo IC50 de 255μg/mL. Em relação à oxidação de lipídios, as amostras sem condimentos e somente com adição de sal diferiram das demais (p<0,05 quando armazenadas e após reaquecimento. A amostra com 0,125% de extrato de erva-mate diferiu das amostras contendo 0,25% de extrato na condição armazenado, mostrando o efeito do aumento da concentração de extrato contra a oxidação lipídica das sobrecoxas. Não houve diferença significativa entre os diferentes tratamentos e condições em relação ao pH e potencial de oxi-redução. A adição dos extratos alterou significativamente (p<0,05 a cor b nas amostras reaquecidas e a cor L nas amostras armazenadas e reaquecidas. Os atributos sensoriais de aceitação geral dos diferentes tratamentos não apresentaram diferença significativa entre as amostras testadas.

  19. Avaliaçao do efeito do extrato de casca de cajueiro-branco (Anacardium occidentale L. Sobre A infecção por Leishmania (Viannia brasiliensis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flávio França

    1993-09-01

    Full Text Available Este trabalho apresenta uma avaliação do efeito terapêutico do extrato hidroalcólico da casca de Anacardium occidentale L sobre a Leishmania (Viannia brasiliensis. No modelo in vitro o extrato vegetal mostrou-se ativo contra promastigotas do parasita, contrastando com o modelo in vivo, onde não se observou qualquer atividade curativa.

  20. Alelopatia de extratos voláteis na germinação de sementes e no comprimento da raiz de alface Allelopathy of plant volatile extracts on seed germination and radicle length of lettuce

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria da Conceição Sampaio Alves

    2004-11-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi identificar possíveis efeitos alelopáticos de extratos voláteis de óleos essenciais na germinação e no comprimento da raiz de plântulas de alface. Foram utilizadas cinco concentrações de cada óleo (0,0, 0,001, 0,01, 0,1 e 1,0%, v/v, em delineamento inteiramente casualizado, com quatro repetições de 25 sementes de alface. Os extratos voláteis de óleos essenciais de canela, alecrim-pimenta, capim-citronela e alfavaca-cravo evidenciaram potencialidades alelopáticas na germinação e comprimento das raízes de plântulas de alface, efeitos que variaram de acordo com a concentração do óleo. O extrato volátil de óleo de jaborandi estimula o crescimento da radícula e não provoca inibição da germinação de sementes de alface, caracterizando-se como de efeito alelopático benéfico.The objective of this work was to identify allelopathic effects of volatile extracts of essential oils on germination and radicle length of lettuce seedlings. Five concentrations were utilized for each oil (0.0, 0.001, 0.01, 0.1 and 1.0%, v/v arranged into a completely randomized design with four replicates of 25 seeds. The volatile extracts of essential oils of cinnamon, alecrim-pimenta, capim-citronela and alfavaca-cravo revealed allelopathic potentialities on lettuce seed germination and radicle growth, effect which varied according to the oil concentration. The volatile extract of Jaborandi essential oil stimulates radicle growth and does not inhibit lettuce seeds germination, which is characterized as a beneficial allelopathic effect.

  1. Mortality of Plutella xylostella larvae treated with Aspidosperma pyrifolium ethanol extracts Mortalidade de larvas de Plutella xylostella tratadas com extratos etanólicos de Aspidosperma pyrifolium

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roseane Cristina Prédes Trindade

    2008-12-01

    Full Text Available The objective of this work was to assess the effects of Aspidosperma pyrifolium ethanol extracts on cabbage moth (Plutella xylostella larvae. The ethanol extracts of the stem bark, fruits and roots of A. pyrifolium were obtained by classical phytochemical methods, and the resulting subfractions were tested on P. xylostella, using 4 and 5 mg L-1. The crude ethanol extract of the stem bark was more lethal. The alkaloid-rich aqueous subfraction derived from the stem bark extract caused 100% larval mortality at 4 mg L-1. Insecticidal activity was associated with the presence of the monoterpenoid indole alkaloids aspidofractinine, 15-demethoxypyrifoline, and N-formylaspidofractinine. These alkaloids presented excellent insecticidal properties against P. xylostella.O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos dos extratos etanólicos de Aspidosperma pyrifolium sobre lagartas da traça-das-crucíferas (Plutella xylostella. Os extratos etanólicos da casca do caule, do fruto e da raiz de A. pyrifolium foram obtidos pelos métodos fitoquímicos clássicos, e as subfrações resultantes foram testadas contra P. xylostella, nas dosagens 4 e 5 mg L-1. O extrato bruto etanólico da casca do caule foi mais letal. A subfração aquosa rica em alcalóides, derivada do extrato da casca do caule, causou 100% de mortalidade larval a 4 mg L-1. A atividade inseticida foi associada à presença dos alcalóides monoterpenóides indólicos aspidofractinina, 15-demetoxipirifolina e N-formilaspidofractinin. Estes alcalóides apresentaram excelente propriedade inseticida contra P. xylostella.

  2. Análise fitoquímica e avaliação da susceptibilidade antimicrobiana de diferentes tipos de extratos de Plantago major L. (Plantaginaceae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Augusto Oliveira VENTURA

    2016-03-01

    Full Text Available Plantago major L. é uma planta oriunda do continente europeu, utilizada para fins medicinais. Apresenta atividade hematopoiética, atividade no tratamento de leucemias, carcinomas e contra vírus, bem como atividade antiparasitária, diurética, hepatoprotetora e anti-inflamatória. O presente trabalho avaliou o perfil fitoquímico dos extratos aquoso, etanólico e hidroalcoólico das folhas de Plantago major L., como também a ação antimicrobiana frente a bactérias Gram-positivas e Gram-negativas. Os resultados obtidos na análise fitoquímica demonstraram a presença de taninos, saponinas, alcaloides, flavonoides, terpenos e glicosídeos. A análise antimicrobiana mostrou que os extratos etanólico e hidroalcoólico de Plantago major L. possuem ação antimicrobiana frente ao Staphylococcus aureus, por meio da atuação de metabólitos bioativos com ação antimicrobiana, tais como taninos e flavonoides, o que torna Plantago major L. um possível candidato à obtenção de um novo fitoterápico.

  3. Perfil volátil e potencial fungitóxico do hidrolato e extrato de sementes e folhas de Schinus terebinthifolius Raddi

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marília Cavalcante Santos

    Full Text Available A antracnose é a principal doença pós-colheita em frutos de goiabeira e visando reduzir o uso de agroquímicos tem-se investido em métodos alternativos de controle desta doença. O estudo teve como objetivo avaliar o rendimento da produção e a caracterização química de hidrolato e extratos provenientes de folhas e sementes de aroeira (Schinus terebinthifolius Raddi em diferentes tempos de destilação. O trabalho inclui ainda a avaliação, in vitro, do potencial inibitório do fungo Colletotrichum gloeosporioides. O hidrolato e o extrato foram obtidos pelo método de hidrodestilação realizado em aparato de Clevenger e a determinação do perfil fotoquimico foi realizado por meio de cromatografia gasosa. Os ensaios com o fungo foram realizados a partir da adição dos subprodutos ao meio de cultura BDA em placas de Petri com 6 concentrações de extrato aquoso (5; 10; 15; 20; 25 e 30% e 4 de hidrolato (10; 15; 20 e 25% acondicionadas em câmara a 25 ºC. Os resultados mostraram que as folhas de S. terebinthifolius proporcionaram maior volume de hidrolato quando comparadas às de sementes, porém o rendimento de extrato aquoso foi semelhante para as duas estruturas vegetais estudadas. O tempo de hidrodestilação não exerceu influência no rendimento dos subprodutos. As análises cromatográficas não detectaram compostos presentes no hidrolato de aroeira. No ensaio in vitro de inibição do fungo, o extrato aquoso e hidrolato, em todas as concentrações testadas, não apresentaram potencial fungitóxico para o C. gloeosporioides, agente causador da antracnose em goiabas.

  4. ANÁLISE FITOQUÍMICA E MICROBIOLÓGICA DA ATIVIDADE DO EXTRATO BRUTO ETANÓLICO DA ANDIROBA, Carapa guianensis Aubl.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Felipe Ramon Parente da Silva

    2014-12-01

    Full Text Available Na Amazônia, a população, de uma forma geral, costuma utilizar medicamentos fitoterápicos como as plantas medicinais para as mais variadas doenças. Dentre as plantas medicinais que são utilizadas encontra-se a Carapa guianensis Aubl. (Andiroba, que possui crescente aplicação, não só terapêutica, como também, na indústria química e cosmética. O Extrato Bruto Etanólico das cascas do caule de Carapa guianensis Aubl., foi investigado usando estudo fitoquímico preliminar e atividade antimicrobiana. A prospecção fitoquímica foi realizada pelos métodos clássicos descritos por Matos (1997 apud Rodrigues (2010. No ensaio antimicrobiano foi utilizado método de Kirby-Bauer modificado, apud Charles (2009, usando o teste de difusão em disco com cepas de Klebsiella pneumoniae (ATCC 13883, Staphylococcus aureus (ATCC 25923 e Escherichia coli (ATCC 25922 e antibióticos padronizados, o Extrato Bruto Etanólico foi utilizado nas concentrações 25mg/mL, 50mg/mL e 100mg/mL. A análise fitoquímica preliminar evidenciou a presença de fenóis, taninos e antraquinonas. O extrato apresentou baixa atividade antimicrobiana frente as cepas de Klebsiella pneumoniae, e nenhuma atividade frente as cepas de S. aureus e E. coli. Palavras-chave: Carapa guianensis Aubl., andiroba, antimicrobiano. DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v4n4p10-14

  5. Controle da infestação por Ornithonyssus sylviarum (Canestrini e Fanzago, 1877 (Acari: Macronyssidae em poedeiras comerciais utilizando extrato de Azadirachta indica Control of Ornithonyssus sylviarum (Canestrini and Fanzago, 1877 (Acari: Macronyssidae infestation in commercial laying hens by using Azadirachta indica extract

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nilce M. Soares

    2008-12-01

    Full Text Available O presente trabalho teve por objetivo avaliar a eficácia de um produto à base de extrato de nim, no controle da infestação por O. sylviarum em poedeiras comerciais. O experimento foi realizado observando-se a eficácia do extrato de nim a 2% após duas, três e quatro aplicações com intervalo de sete dias. Os resultados obtidos permitem concluir que o extrato de nim a 2% é efetivo no controle da infestação por O. sylviarum, sendo necessárias pelo menos três pulverizações semanais do produto para que haja o controle efetivo do parasito.This study evaluated the effectiveness of a neem extract-based product to control O. sylviarum infestations in commercial laying hens. The birds were divided in 3 groups, which received 2, 3, or 4 applications of the product at 7 day intervals. The results obtained allow the conclusion that the neem extract at 2"% is effective to control infestations by O. sylviarum, and at least 3 sprays of the product are required weekly for an effective control of the parasite.

  6. Atividade antimicrobiana de extratos hidroalcoólicos de Lafoensia pacari A. St.-Hil., Lythraceae, frente a bactérias multirresistentes de origem hospitalar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Zenaldo Porfírio

    Full Text Available Os microrganismos patogênicos multirresistentes apresentam-se como grandes responsáveis por milhões de mortes em todo o mundo, principalmente Pseudomonas aeruginosa e Staphylococcus aureus, responsáveis por grande parte das infecções hospitalares. A preocupação com estas espécies faz com que novas pesquisas busquem alternativas para controlar estes microrganismos de uma forma mais eficiente e também mais econômica. Os extratos fitoterápicos são alternativas promissoras para este fim, visto que são uma imensa fonte de compostos de ação biológica. O objetivo do trabalho foi a elucidação da atividade antimicrobiana do extrato de Lafoensia pacari A. St.-Hil., Lythraceae, frente a linhagens de bactérias multirresistentes (P. aeruginosa, S. aureus isoladas de pacientes com múltiplas infecções internados na Unidade de Emergência de Maceió. Os testes de atividade antibacteriana foram avaliados pelo método de difusão em meio sólido (Kirby-Bauer modificado. De acordo com os ensaios in vitro, foi constatado que 96,4% das linhagens de bactérias utilizadas na pesquisa apresentaram-se sensíveis ao extrato da folha da planta, demonstrando atividade antibacteriana. Halos de inibição de crescimento de até 26 mm foram encontrados. Dessa forma, conclui-se que o extrato de Lafoensia pacari apresenta possibilidades de se encontrar substâncias úteis no combate a bactérias multirresistentes.

  7. Extratos aquosos de Trichilia pallida e a traça-do-tomateiro Aqueous extracts of Trichilia pallida and the tomato pinworm

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ariane Paes de Barros Werckmeister Thomazini

    2000-03-01

    Full Text Available Avaliou-se o efeito de extratos aquosos de folhas e de ramos da planta inseticida Trichilia pallida sobre o desenvolvimento e oviposição da traça-do-tomateiro, Tuta absoluta. Acompanhou-se o desenvolvimento do inseto em folhas de tomateiro (Lycopersicon esculentum, cv. Santa Clara previamente submersas nos extratos nas concentrações de 0,1; 1,0 e 5,0%. Também foi avaliado o efeito dos extratos de folhas a 1,0 e 5,0%, pulverizados sobre ovos do inseto, e a não-preferência para oviposição, com chance de escolha, em folhas de tomateiro com e sem esse extrato a 5%. Verificou-se que os extratos de folhas e de ramos prejudicam o desenvolvimento do inseto afetando principalmente a fase larval, aumentando a duração e reduzindo a viabilidade deste período. O extrato de folhas apresenta maior atividade que o de ramos, reduzindo a viabilidade larval a valores próximos a 20%, já na concentração de 1%. O extrato de folhas a 5% não apresenta efeito ovicida mas, o substrato tratado pode tornar-se menos preferido para oviposição.The effect of aqueous extracts of Trichilia pallida leaves and twigs on the development and oviposition of Tuta absoluta was evaluated. Larvae of T. absoluta were fed with tomato leaves (Lycopersicon esculentum, cv. Santa Clara previously treated with extracts at concentrations of 0.1; 1.0 and 5.0%. The effects of the leaf extracts at 1.0 and 5.0% were evaluated on eggs of this pest. Free-choice non-preference tests for oviposition were also conducted with treated and non-treated tomato leaves with the extract at concentration of 5.0%. Leaf and twig extracts affect the insect development mainly at the larval stage, increasing the length and reducing viability of this stage. The activity of the leaf extract is greater than that of the twig extract with the reduction of larval viability to approximately 20% at concentration of 1.0%. No ovicidal activity was detected with T. pallida leaf extract at 5.0%, however, the

  8. Perdas fermentativas e composição bromatológica da entrecasca de palmito pupunha ensilada com aditivos químicos Fermentative losses and chemical composition of pupunha palm by-products ensiled with chemical additives

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrick Schmidt

    2010-02-01

    Full Text Available Objetivou-se avaliar o efeito da inclusão de aditivos químicos na ensilagem de resíduos (entrecasca da produção de palmito pupunha (Bactris gasipaes, Kunth. Utilizaram-se silos experimentais (baldes de 20 litros providos de aparatos para determinação gravimétrica de perdas por gases e efluentes. Os tratamentos aplicados foram: controle (sem aditivos; ureia (1% da MV e cal virgem (1% da MV. Decorridos 70 dias de armazenagem, os silos foram pesados, abertos e amostrados. As perdas por efluentes e gases aumentaram com a aplicação de cal virgem na ensilagem. As perdas totais de MS foram de 15,1; 14,4 e 26,6% nas silagens controle, ureia e cal, respectivamente. Em todas as silagens, houve redução no teor de FDN e elevação da fração FDA, o que indica desaparecimento da fração hemicelulose. A relação cálcio:fósforo aumentou substancialmente com a adição de cal virgem, de 4,1:1 na silagem controle para 15,6:1 na silagem com cal. O resíduo da extração do palmito pupunha pode ser classificado como alimento de média qualidade e alto teor de umidade. Os aditivos aplicados na ensilagem não são efetivos em reduzir as perdas fermentativas no processo de conservação.Feeding animals with agro-residues may reduce costs and environmental concerns. The agroindustrial wastes used as ruminant feeding are an alternative for ambient problems caused by it accumulation. This study aimed to evaluate chemical additives on the ensilage of residues of pupunha palm (Bactris gasipaes, Kunth production. Experimental silos (20 L buckets were used equipped with meters to determine gas and effluent DM losses. The experimental treatments were: control (no additives; urea (1% - wet basis and calcium oxide (1% WB. After 70 days storage, the silos were weighed, opened and sampled. Effluent and gas DM losses increased with the application of calcium oxide at ensiling. Total DM losses were 15.1, 14.4 and 26.6% for the Control, Urea and Calcium oxide

  9. Efeito de extratos aquosos de estruturas de grama-seda no desenvolvimento inicial de plântulas de arroz, milho e trigo Effects of aqueous extracts of bermudagrass structures on initial growth of rice, corn and wheat seedlings

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria do Carmo de Salvo Soares Novo

    2009-09-01

    Full Text Available Objetivou-se verificar os efeitos de extratos aquosos de estruturas de grama-seda (Cynodon dactylon (L. Pers e de exsudatos radiculares presentes no solo no qual a planta se desenvolveu, sobre a germinação e o crescimento inicial de arroz, trigo e milho. O extrato aquoso das estruturas da parte aérea, subterrâneas e da planta inteira, assim como do estolão, da folha + colmo, estolão + folha + colmo, rizoma, raiz e de rizoma + raiz de grama-seda foi elaborado a partir de 100 g L-1 de material seco. Foram avaliados a protrusão da radícula e os crescimentos da radícula e da plúmula de cada espécie. A inibição ou o estímulo do desenvolvimento inicial de plântulas foi dependente da espécie avaliada e da estrutura vegetal empregada na elaboração do extrato. A protrusão da radícula foi mais inibida que os crescimentos da radícula e da plúmula. O estímulo do desenvolvimento da radícula e da plúmula foi mais evidente quando o extrato foi elaborado a partir das estruturas do sistema radicular, da parte aérea e da planta inteira que de estruturas individualizadas de grama-seda. De modo geral, o arroz e o milho foram mais inibidos por extratos elaborados a partir da parte aérea e subterrânea, respectivamente. Para o trigo, a inibição ou o estímulo foi dependente da variável analisada. O desenvolvimento da radícula e da plúmula de arroz, milho e trigo foi estimulado por extrato elaborado a partir da planta inteira. O extrato produzido a partir da fração argila + silte estimulou o desenvolvimento da radícula do milho e da plúmula do trigo.The objective of this work was to study the effects of aqueous extracts of Bermudagrass structures (Cynodon dactylon (L. Pers and soil exudates, on the germination and initial growth of rice, corn and wheat seedlings. The aqueous extracts of above-ground and subterranean parts and of the whole plant, as well as of stolons, leaves + culm, stolons + leaves + culm, rhizome, root and rhizome

  10. Influência de extratos hidroetanólicos de plantas medicinais sobre a quimiotaxia de leucócitos humanos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    M. M. Presibella

    Full Text Available Vários métodos in vitro têm sido empregados para a investigação das atividades biológicas de plantas usadas na medicina popular para o tratamento de processos inflamatórios. Neste trabalho, investigou-se a influência dos extratos hidroetanólicos de Rauvolfia sellowii Muell. Arg, Hybanthus bigibbosus (St.-Hil Hassler e Anchieta pyrifolia (Mart. G. Don, conhecidas popularmente como pau-pra-tudo, canela-de-veado e cipó-suma, respectivamente, sobre a quimiotaxia de leucócitos humanos, estimulados a migrar contra um gradiente de caseína, utilizando-se o método de Boyden. A dexametasona foi utilizada como substância de referência da inibição da quimiotaxia leucocitária. Os resultados demonstraram efeito inibitório significativo de todos os extratos das plantas testadas, sobre a migração de polimorfonucleares, induzida por caseína. Entretanto, essa atividade variou de intensidade conforme a concentração e a espécie estudada. Efeitos máximos foram observados, nas concentrações de 1000, 10 e 1µg/ml com os extratos de pau-pra-tudo, canela-de-veado e cipó-suma, respectivamente, com migração de 81,6±3,9%; 85,4±2,4% e 91,7±2,2% dos polimorfonucleares, enquanto que, com a dexametasona, este efeito foi de 70,3±5,9%. Embora estudos mais aprofundados sejam necessários, os resultados apresentados podem servir como base preliminar de dados, contribuindo para esclarecer o mecanismo da atividade antiinflamatória atribuída às essas plantas na medicina caseira.

  11. Phytochemical investigation of dichloromethanic fraction on Ocimum gratissimum L. extract/ Estudo químico da fração diclorometânica do extrato de Ocimum gratissimum L.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Roberto Pinto de Souza

    2005-06-01

    Full Text Available Previous studies showed that ethanolic extract of Ocimum gratissimum inhibited growth of Penicillium chrysogenum, Rhizoctonia sp, Aspergillus niger and Alternaria sp, isolated from tomato and carrot. The aim of this study was to identify the chemical constituents of Ocimum gratissim. Aerial parts of the plant were treated with hexane-dichloromethane-ethanol mixture (1:3:1 at room temperature. The obtained extract was chromatographed on silica gel column eluted with hexane, dichloromethane and ethanol. Fractions eluted with dichloromethane were rechromatographed on a column of silica gel to yield alyphatic hydrocarbon mixture (C31, C33, C34 e C35, eugenol, caryophyllene oxide and a mixture of stigmasterol and sitosterol. The structures of the compounds were deduced by spectral data analysis and by comparison with literature values. Recent studies showed that eugenol is probably one of the responsibles for antifungal activity of O. gratissimum.Ensaios anteriores de atividade antifúngica do extrato etanólico de Ocimum gratissimum, utilizando a técnica de difusão em meio sólido, evidenciaram a inibição do crescimento de Penicillium chrysogenum, Rhizoctonia sp, Aspergillus niger e de duas espécies de Alternaria sp isoladas de tomate e de cenoura. O objetivo deste trabalho foi identificar os possíveis constituintes químicos responsáveis pela atividade antifúngica da planta, por meio de estudo químico do extrato hexano-diclorometano-etanol (1:3:1 das partes aéreas de O. gratissimum. O extrato foi cromatografado em coluna de sílica gel, eluída com hexano, diclorometano e etanol. A purificação em coluna cromatográfica de sílica gel das frações eluídas com diclorometano (5,9g resultou na obtenção de quatro constituintes: uma mistura de hidrocarbonetos saturados de cadeia longa (C31, C33, C34 e C35, eugenol, óxido de cariofileno e uma mistura de estigmasterolsitosterol. Os constituintes foram identificados através das an

  12. ANÁLISE FITOQUÍMICA E ENSAIO TOXICOLÓGICO DO EXTRATO HIDROALCOÓLICO DE Morinda citrifolia (NONI

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Charles Thomaz Silva

    2016-10-01

    Full Text Available Morinda citrifolia conhecida popularmente como ‘Noni’ é um arbusto originário do sudeste da Ásia que foi introduzido no Brasil há pouco tempo devido aos supostos benefícios que são atribuídos ao fruto por quem o consome. É um fruto globular, suculento com várias sementes triangulares de coloração avermelhada, possui um odor forte e característico. Este trabalho teve como objetivo a identificação dos componentes fitoquímicos existentes na polpa do fruto e análise da sua toxicidade pela avaliação da inibição da germinação de sementes de alface nas seguintes concentrações: 0,148mg/mL; 0,0594mg/ mL; 0,0237mg/mL; 0,0095mg/mL; 0,0038mg/mL; 0,00152mg/mL; 0,000608mg/mL e 0,0002432mg/ mL. O extrato hidroalcoólico da polpa do fruto foi submetido à triagem química sendo identificadas as seguintes substâncias: alcalóides, taninos/fenóis, cumarinas e antraquinonas. Pela análise de toxicidade, utilizando sementes de alface, observou-se que a inibição da germinação é dependente da concentração. Pelo resultado do cálculo da concentração inibitória (IC= 0,01224mg/mL, pode-se concluir que o extrato hidroalcoólico da Morinda citrifolia possui atividade inibitória sobre a germinação de sementes de alface, apontando uma possível atividade citotóxica.

  13. Atividade Anti-inflamatória e Avaliação da Toxicidade do Extrato Hidroetanólico de Morus alba (Moraceae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Camila Bugnotto Pereira

    2013-01-01

    Full Text Available No presente trabalho, avaliou-se a atividade antiinflamatória do extrato hidroetanólico das folhas de Morus alba, através do modelo de indução de tecido granulomatoso e analisaram-se os efeitos toxicológicos sobre o fígado pela dosagem de AST e ALT e sobre o rim, pela dosagem de creatinina. O extrato hidroetanólico das folhas de M. alba foi administrado oralmente, três vezes ao dia, durante 6 dias. A nimesulida (5 mg/kg/dia foi utilizada como controle positivo e o propilenoglicol 20% como controle negativo. Após o tratamento, foi avaliada a formação do granuloma e realizada a dosagem de AST, ALT e creatinina em todos os grupos. Os animais tratados com o extrato de M. alba apresentaram inibição do processo inflamatório de 20,24 ± 6,94%, enquanto que os tratados com controle positivo apresentaram 21,42 ± 6,52%. O extrato hidroetanólico de M. alba demonstrou atividade antiinflamatória semelhante à nimesulida com ausência de indícios de hepatotoxicidade e nefrotoxicidade.

  14. Ação de extratos vegetais e alimentos funcionais no tratamento de ratos wistar com resistência à insulina induzida pela frutose

    OpenAIRE

    Wanderlei Onofre Schmitz

    2014-01-01

    A resistência à insulina (RI) é uma resposta inadequada dos tecidos a ação da insulina. O uso de alimentos funcionais e de plantas medicinais é uma forma importante de controle da resistência a insulina, modificando o metabolismo da glicose, inibindo fatores hiperglicemiantes ou ainda atenuando as complicações da RI ou seus sintomas. O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficácia da farinha da casca do Passiflora edulis, do ω-3, dos extratos hidroalcoólicos das folhas da Camellia sinen...

  15. Atividade antiviral e virucida de extratos hidroalcoólicos de própolis marrom, verde e de abelhas Jataí (Tetragonisca angustula frente ao herpersvírus bovino tipo 1 (BoHV-1 e ao vírus da diarreia viral bovina (BVDV

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristina Mendes Peter

    Full Text Available RESUMO: Dentre as propriedades biológicas da própolis, a atividade antimicrobiana tem merecido destacada atenção. No presente trabalho, descreve-se a ação antiviral e virucida de três extratos hidroalcoólicos de própolis (marrom, verde e de abelhas jataí (Tetragonisca angustula, frente ao Herpesvírus Bovino tipo (BoHV-1 e ao Vírus da Diarreia Viral Bovina (BVDV. Os três extratos hidroalcoólicos foram obtidos de extração etanólica e são oriundos do sul do Brasil. A composição química dos extratos de própolis foi determinada pela cromatografia líquida de alta eficiência acoplada a espectrômetro de massas (UFLC-PDA-ESI-TOF/MS que identificou e quantificou compostos como: ácido cafeico e ácido p-cumárico, ácido clorogênico, ácido ferúlico, além de flavonoides como a rutina. A toxicidade celular bem como a atividade antiviral dos extratos de própolis em monocamadas de células MDBK (Madin-Darby Bovine Kidney foi avaliada através de observação microscópica e quantificada pelo teste de MTT (3-(4,5 dimetiltiazol-2yl-2-5-difenil-2H tetrazolato de bromo. O extrato de própolis de abelhas jataí demonstrou ser menos citotóxico (1,57μg/mL, quando comparado aos extratos verde (0,78μg/mL e marrom (0,39μg/mL. Quanto a atividade antiviral, a própolis verde demostrou maior eficácia em ambos os tratamentos celulares (pós e pré-exposição frente ao BoHV-1 em relação aos outros extratos, ou seja, houve maior viabilidade celular quando comparada aos controles de células e vírus. Já a de jataí apresentou atividade frente aos dois vírus (BoHV-1 e BVDV no método pré-infecção, enquanto a própolis marrom demonstrou ação apenas frente ao BoHV-1 também no método pré-infecção. Para determinação da atividade virucida foram utilizadas diferentes diluições dos vírus, bem como temperaturas e tempos distintos de incubação. A própolis verde a 37°C propiciou a maior redução no título viral (4,33log em

  16. Digestibilidade do extrato de leveduras em frangos de corte Yeast extract digestibility for broilers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa Karla Silva

    2009-10-01

    Full Text Available O objetivo neste trabalho foi determinar a composição química e de energia metabolizável e os coeficientes de digestibilidade da matéria seca, proteína bruta e dos aminoácidos contidos no extrato de leveduras fornecido para frangos de corte. Dois ensaios de metabolismo foram conduzidos: no primeiro ensaio, foram utilizados 200 frangos de corte machos Cobb-500® com 14 dias de idade alojados em baterias metálicas, distribuídos em delineamento inteiramente casualizado em grupos de 10 aves por unidade experimental. Utilizou-se o método de coleta total para determinar a energia metabolizável aparente (EMA e aparente corrigida pelo balanço de nitrogênio (EMAn e os coeficientes de digestibilidade aparente da matéria seca e da proteína bruta. No segundo ensaio, foi utilizado o método da alimentação forçada em oito galos cecectomizados para determinação do coeficiente de digestibilidade dos aminoácidos. O delineamento experimental foi em blocos casualizados repetidos no tempo, com um grupo de cinco aves recebendo o extrato de leveduras e outro com três aves mantidas em jejum para determinação das perdas endógenas de aminoácidos. Para avaliação da composição química do ingrediente, foram determinados os teores de bruta (PB, matéria seca (MS, energia bruta (EB e aminoácidos. O extrato de leveduras contém em média 92,49% de MS, 48,07% de PB, 4.883 kcal de EB/kg e 2.073 kcal de EMAn/kg e coeficientes de digestibilidade de 65,79% da matéria seca, 65,47% da proteína bruta e 99,42% dos aminoácidos em frangos de corte. Os aminoácidos em maior proporção no extrato de leveduras são ácido glutâmico, leucina, ácido aspártico, alanina, prolina, lisina, valina, serina, isoleucina, glicina e treonina.The objective of this study was to evaluate the chemical composition, metabolizable energy, the digestibility coefficients of dry matter, crude protein and the amino acids contained in yeast extract supplied to broiler

  17. Efeitos embriotóxicos do tratamento pré-natal com extrato aquoso de Ipomoea carnea em ratos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosana Zoriki Hosomi

    2008-02-01

    Full Text Available Os efeitos embriotóxicos da exposição diária pré-natal a 0,0, 0,7, 3,0 ou 15,0mg/kg do extrato aquoso da I. carnea nos dias 5 a 21 de gestação foram estudados. Foram avaliados a performance reprodutiva materna, anormalidades esqueléticas e viscerais e malformações. Além disso, após o tratamento foram encontrados achados anatomopatológicos. Em relação às ratas mães, nossos resultados mostraram que a exposição às diferentes doses não afetou o peso corporal, ganho de peso, consumos de água e ração e performance reprodutiva. Apesar disso, apresentaram vacuolização citoplasmática de forma dose-dependente em fígado, rins, tireóide e glândula adrenal. Exames fetais não mostraram anormalidades externas ou malformações, sendo somente encontradas evidências de anormalidades esqueléticas e viscerais após altas doses do extrato. Foi observada redução dos centros de ossificação. Os presentes dados mostram que a ingestão prenatal do extrato de I. carnea induz embriotoxicidade. Estes efeitos são atribuídos à ação na homeostase maternal ou diretamente na concepção.

  18. Composição centesimal do fruto, extrato concentrado e da farinha da uva-do-japão Chemical composition of fruit, concentrated extract and flour from "Japanese grape"

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marlene Bampi

    2010-11-01

    Full Text Available A Hovenia dulcis, mais conhecida como uva-do-japão, pertence à família Rhamnaceae, é natural da China, Japão e Coréia, sendo largamente difundida no sul do Brasil. Rica em açúcares e bem aceita para consumo humano, pode ser consumida in natura ou processada. Não há na literatura relatos de seu aproveitamento em produtos alimentícios. O presente trabalho teve por objetivo determinar a composição centesimal do fruto, do extrato concentrado e da farinha. Foram obtidos teores em torno de 54,08, 52,44 e 19,08g 100g-1 para umidade; 2,16, 4,09 e 4,48g 100g-1 para cinzas; 3,74, 2,77 e 5,73g 100g-1 para proteína bruta; 1,42, 0,37 e 1,82g 100g-1 para extrato etéreo; 12,56, 3,33 e 25,62g 100g-1 para fibra alimentar; 19,46, 37,34 e 42,53g 100g-1 para açúcares totais, além do valor calórico de 105,56, 165,14 e 216,09kcal 100g-1, respectivamente, em fruto, extrato concentrado e farinha. A quantificação por cromatografia líquida confirmou o conteúdo dos açúcares redutores (frutose, 6,15g 100g-1 e glicose, 6,57g 100g-1 superior ao teor de açúcares não redutores no fruto (sacarose, 3,56g 100g-1. A farinha é rica em açúcares e possui elevado teor de fibra alimentar, podendo ser utilizada como um ingrediente alternativo em produtos de panificação. Em termos sensoriais, o extrato concentrado obteve um índice de aceitabilidade de 82% entre os julgadores, apresentando bom potencial para elaboração de geleias.Hovenia dulcis, whose popular name is Japanese grape, belongs to the family Rhamnaceae, native of China, Japan and Korea, is widely distributed in southern Brazil. Rich in sugar and with good acceptance for human consumption it can be consumed fresh or processed. There are no literature reports of its use in food products. The aim of this study was to determine the chemical composition of the Japanese grape fruit, concentrated extract and flour. The contents for moisture (54.08, 52.44 e 19.08g 100g-1, ash (2.16, 4.09 e 4.48g

  19. Atividade antiviral do extrato de própolis contra o calicivírus felino, adenovírus canino 2 e vírus da diarréia viral bovina Antiviral activity of propolis extracts against feline calicivirus, canine adenovirus 2, and bovine viral diarrhea virus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Paula Cueto

    2011-10-01

    Full Text Available Dentre as propriedades biológicas da própolis, a atividade antimicrobiana tem merecido destacada atenção. Neste artigo, descreve-se a atividade antiviral de dois extratos etanólicos de própolis (EP1 e EP2 frente aos vírus: calicivírus felino (FCV, adenovírus canino tipo 2 (CAV-2 e vírus da diarréia viral bovina (BVDV. Um dos extratos (EP1 foi obtido por extração etanólica de própolis obtida da região central do Estado do Rio Grande do Sul e o segundo (EP2, obtido comercialmente de uma empresa de Minas Gerais. A análise dos extratos de própolis através da cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE identificou a presença de flavonóides como: rutina, quercetina e ácido gálico. A atividade antiviral bem como a citotoxicidade dos extratos aos cultivos celulares foram avaliadas através do MTT [3- (4,5 dimetiltiazol-2yl-2-5-difenil-2H tetrazolato de bromo]. Ambos os extratos evidenciaram atividade antiviral frente ao BVDV e CAV-2 quando acrescidos ao cultivo celular anteriormente à inoculação viral. Os extratos foram menos efetivos contra o FCV em comparação aos resultados obtidos com os outros vírus, e a atividade antiviral neste caso foi observada apenas quando a própolis estava presente após a inoculação viral. O extrato obtido no laboratório (EP1 apresentou valores mais altos de índice de seletividade (IS=CC50/ CE50, quando comparado à outra amostra (EP2. Em resumo, a própolis apresentou atividade antiviral frente a três diferentes vírus, o que a torna alvo para o desenvolvimento de novos compostos naturais com atividade antiviral.Propolis is a resinous substance produced by bees for which several biological activities have been attributed. In this article, the antiviral activity of two propolis extracts was tested against bovine viral diarrhea virus (BVDV, canine adenovirus type 2 (CAV-2, and feline calicivirus (FCV. One of the extracts was obtained by ethanolic extraction of propolis from the Santa

  20. Efeito de Extratos Aquosos de Azadirachta indica na Sobrevivência de Diatraea saccharalis e do Parasitóide Cotesia flavipes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fábio Mazzonetto

    2013-09-01

    Full Text Available O objetivo do presente trabalho foi avaliar o efeito de extratos aquosos de Azadirachta indica na sobrevivência de Diatraea saccharalis e do parasitóide Cotesia flavipes. Para a obtenção do extrato vegetal de A. indica, as folhas secas em estufa de circulação forçada de ar (40oC durante 48h, posteriormente trituradas em moinho de facas até obtenção do pó. Os extratos foram obtidos a partir da adição de 0,5; 1,0; 2,0; 3,0 e 5,0g do pó vegetal em 100ml de água destilada formando respectivamente as concentrações. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, com seis tratamentos (testemunha, 0,5%, 1%, 2%, 3% e 5% de extrato aquoso de A. indica e 40 repetições. Para a análise estatística utilizou-se o método de Kaplan-Meier e o teste de Log-Rank na obtenção e comparação das curvas de sobrevivência. Já para a análise dos dados de emergência de adultos do parasitóide C. flavipes foi utilizado o teste de Scott-Knott ao nível de 5% de probabilidade.  As lagartas D. saccharalis apresentaram um menor tempo de sobrevivência quando expostas as dietas artificiais contendo as diferentes concentrações do extrato aquoso de A. indica.  A utilização de extrato aquoso de A. indica afetou negativamente a emergência de adultos de C. flavipes, importante parasitóide de D. saccharalis, quando submetidos ao parasitismo de lagartas tratadas com extrato aquoso de folhas deste vegetal.

  1. Avaliação do potencial biológico da Tabebuia aurea(Silva Manso como fonte de moléculas bioativas para atividade antimicrobiana, antiedematogênica e antirradicalar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    R.F.E.P. SANTOS

    2015-01-01

    Full Text Available RESUMO As espécies da família Bignoniaceae e do gênero Tabebuia são amplamente utilizadas na medicina tradicional e possuem um forte potencial terapêutico. Diante disso, objetivou-se avaliar o potencial biológico da Tabebuia aurea, determinando a atividade antimicrobiana; por meio do método da microdiluição em caldo, para a determinação da Concentração Inibitória Mínima (CIM; antiedematogênica, pelo ensaio de edema de orelha induzido por capsaicina; e antirradicalar, frente ao radical DPPH. Os extratos etanólicos de T. aurea não evidenciaram citotoxicidade, exceto o extrato etanólico da flor nas concentrações > 0,5 mg mL-1. O extrato etanólico da flor foi ativo com ação bactericida frente a S. epidermidis (CIM de 0,06 mg mL-1 enquanto o extrato etanólico da folha foi moderadamente ativo frente a S. epidermidis (CIM: 0,25 mg mL-1 e S. aureus (CIM: 0,50 mg mL-1 sugerindo ação bacteriostática para ambas as linhagens. Os dois extratos apresentaram ação antiedematogênica, com inibição do edema de 40,50% pelo extrato etanólico da flor e de 41,73% pelo extrato da folha. T. aurea não apresentou atividade antirradicalar. Os resultados comprovam o perfil antibacteriano e antiedematogênico com ausência de citotoxidade pela T. aurea. Sugere-se a continuação dos testes com frações e substâncias isoladas das flores e folhas da referida espécie vegetal, bem como de experimentos in vivo, como forma de agregar evidências visando à busca de novos fitoterápicos.

  2. Controle de mosca-branca com extratos vegetais, em tomateiro cultivado em casa-de-vegetação Use of plant extracts on whitefly control in tomato grown in greenhouse

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edson LL Baldin

    2007-12-01

    Full Text Available Visando buscar métodos alternativos no controle da mosca-branca Bemisia tabaci (Gennadius biótipo B em tomateiro, foram realizados testes de atratividade e preferência para oviposição em casa-de-vegetação, utilizando-se quatorze extratos aquosos a 3% (peso/volume. Os extratos foram preparados com partes de Azadirachta indica, Trichilia pallida,Chenopodium ambrosioides,Piper nigrum,Melia azedarach,Ruta graveolens,Ricinus communis,Mentha pulegium,Tagetes erecta,Eucalyptus citriodora,Cymbopogon nardus e Coriandrum sativum. Numa segunda etapa, os extratos mais eficientes em casa-de-vegetação foram observados em laboratório, a fim de avaliar o possível efeito sistêmico dos mesmos sobre ninfas da mosca-branca. Constatou-se que as plantas de tomateiro pulverizadas com extratos à base de folhas de M. pulegium e folhas e sementes de A. indica foram menos atrativas aos adultos do inseto. Plantas pulverizadas com extratos de folhas de A. indica e folhas + ramos de R. communis mostraram efeitos deterrentes à oviposição do inseto, reduzindo o número de ovos; em contrapartida, o extrato à base de folhas de C. nardus estimulou a oviposição da mosca-branca sobre as plantas. O uso dos extratos por via sistêmica não afetou o período de desenvolvimento (ovo-adulto da mosca-branca; entretanto, a presença de extratos de sementes e folhas de A. indica e de folhas de M. pulegium provocou aumento significativo na mortalidade de ninfas de B. tabaci biótipo B.Looking for alternative methods of control to silverleaf whitefly Bemisia tabaci (Gennadius biotype B in tomato, attractiveness and oviposition preference tests were accomplished in greenhouse using fourteen aqueous extracts at 3% (weight/volume. The extracts were prepared with parts from Azadirachta indica,Trichilia pallida,Chenopodium ambrosioides,Piper nigrum,Melia azedarach,Ruta graveolens,Ricinus communis,Mentha pulegium,Tagetes erecta,Eucalyptus citriodora, Cymbopogon nardus and

  3. Atividade antimicrobiana in vitro de extratos de plantas do bioma caatinga em isolados de Escherichia coli de suínos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    A.W.C FERNANDES

    2015-01-01

    Full Text Available RESUMO A suinocultura é uma atividade pecuária bem consolidada no Brasil. Por outro lado a colibacilose neonatal, cujo patógeno é Escherichia coli, pode diminuir a produtividade nas granjas e causar prejuízos aos produtores. O tratamento baseia-se na utilização de drogas antimicrobianas. Todavia, o uso indiscriminado dessas substâncias tem levado a seleção de cepas resistentes. Diante disso, a busca por alternativas terapêuticas, como as plantas medicinais, tem se tornado cada vez mais comum. Dessa maneira, objetivou-se determinar a atividade antimicrobiana de cinco extratos etanólicos de plantas do bioma caatinga: Amburana cearensis (Fr. Allem A.C. Smith, Encholirium spectabile Mart., Hymenaea courbaril L, Neoglaziovia variegata Mez e Selaginella convoluta Spring frente a 43 isolados de Eschericha coli coletados de suínos. Para o teste de sensibilidade in vitro foi realizada a técnica da Concentração Bactericida Mínima (CBM pelo método da microdiluição em microplaca. Os extratos apresentaram atividade antimicrobiana nas seguintes médias 138,75 175,28, 128,36, 127,71 e 129,33 μg/mL, respectivamente. Essa atividade antibacteriana pode estar relacionada a ação de metabólitos secundários presentes nos extratos dessas plantas. Dessa forma, nosso estudo pode contribuir para o desenvolvimento de alternativas terapêuticas no tratamento de infecções, como a colibacilose neonatal em suíno, bem como para o conhecimento acerca das plantas medicinais da Caatinga.

  4. Toxicidade do extrato aquoso das folhas de Anacardium humile para Bemisia tuberculata Toxicity of aqueous extract of Anacardium humile leaves on Bemisia tuberculata

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nézio Nery de Andrade Filho

    2010-08-01

    Full Text Available A mosca-branca Bemisia tuberculata (Bondar, 1923 (Hem.: Aleyrodidae é uma das principais pragas da cultura da mandioca no Estado do Mato Grosso do Sul; no entanto, não há produtos registrados para seu controle. Produtos vegetais podem constituir em alternativa viável de controle de insetos e, por sua fotodegradabilidade, diminuir os riscos ao ambiente e ao homem. Objetivou-se, por meio deste trabalho, avaliar o efeito do extrato aquoso do "cajuzinho-do-cerrado" Anacardium humile St Hill (Anacardeaceae, nas concentrações de 2,0; 0,8; 0,4 e 0,05%, sobre a biologia de B. tuberculata, bem como identificar a classe de metabólitos secundários presentes no referido extrato. O experimento foi conduzido em casa de vegetação, sob temperatura de 26±4°C. O extrato aquoso de A. humile causou aumento da duração da fase larval e mortalidade significativamente superior à testemunha em todas as concentrações testadas. Concluiu-se que o extrato aquoso de folhas de A. humile provoca mortalidade em ninfas de B. tuberculata e alongamento da fase das ninfas sobreviventes. O extrato aquoso de folhas de A. humile apresenta taninos, açúcares redutores e saponinas, e o seu índice de espuma (Índice Afrosimétrico é de 1250.The whitefly Bemisia tuberculata (Bondar, 1923 (Hem.: Aleyrodidae is the main pest of cassava crops in Mato Grosso do Sul state, however there are no products registered for its control. Plant products may represent a viable alternative for insect pest control and, due to their photo-degradability, they may reduce risks to the environment and to man. The aim of this study is to assess the effect of "cajuzinho-do-cerrado" Anacardium humile St Hill (Anacardeaceae aqueous leaf extract on the biology of B. tuberculata at the concentrations 2.0; 0.8; 0.4; 0.05%, as well as to identify the class of secondary metabolites present in the referred extract. The experiment was carried out in a greenhouse at a temperature of 26±4°C. The

  5. Antioxidant, cytotoxic and UVB-absorbing activity of Maytenus guyanensis Klotzch. (Celastraceae bark extracts Atividade antioxidante, citotóxica e absorção no UVB de extratos da casca de Maytenus guyanensis Klotzch. (Celastraceae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia de Almeida Telles Macari

    2006-12-01

    óidas, rim inchado, erupções de pele, prevenção do câncer de pele, entre outros. Vários solventes e métodos de extração foram aplicados a cascas secas pulverizadas, possibilitando a preparação de extratos que apresentam letalidade às larvas de Artemia franciscana Leach, bem como atividade antioxidante em testesin vitrobaseados em 2,2,-difenil-1-picrilhidrazil (DPPH. Análise das frações provenientes de extrações em série por solventes de polaridade crescente levou à conclusão que atividades antioxidante e citotóxica estão associadas a compostos de polaridade baixa e média. A variação do tempo e outras condições de extração revelou que extração continua a quente forneceu bons rendimentos de extrato de casca em poucas horas. Extração a quente também forneceu extratos etanólicos apresentando maior citotoxicidade para A. franciscanae atividade antioxidante (comparado ao flavonóide rutina em métodos semi-quantitativos baseados em DPPH quando comparado com extrato etanólico obtido da maceração a temperatura ambiente. Extratos etanólicos liofilizados foram preparados através de maceração e extração a quente (oito horas em escalas de centenas de gramas sendo que o extrato obtido a quente apresentou efeito protetor solar parcial na região da luz UVB. É o primeiro trabalho que demonstra a citotoxicidade, efeito antioxidante e potencial atividade de proteção solar de M. guyanensis.

  6. Avaliação da atividade tóxica em Artemia salina e Biomphalaria glabrata de extratos de quatro espécies do gênero Eleocharis (Cyperaceae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    A.L.T.G. Ruiz

    Full Text Available O gênero Eleocharis R. Br. compreende cerca de 200 espécies, ocorrendo em ambientes úmidos tais como brejos e margens de rios e lagos. Procurando novos agentes moluscicidas, os extratos de Eleocharis acutangula (Roxb. Schult., Eleocharis interstincta (Vahl Roem. & Schult., Eleocharis maculosa (Vahl Roem. & Schult. e Eleocharis sellowiana Kunth foram testados para atividade moluscicida, contra caramujos adultos e desovas, e toxicidade (ensaio de letalidade com Artemia salina. O extrato hexânico de Eleocharis acutangula (parte subterrânea fresca foi ativo contra Artemia salina (CL50 = 476,00 mg/mL, enquanto os demais extratos apresentaram CL50 >> 10³ mg/mL, sugerindo baixa toxicidade. O extrato hidro-etanólico de Eleocharis sellowiana (parte subterrânea fresca foi ativo contra desovas de Biomphalaria glabrata (CL50 = 24,27 mg/mL mas inativo contra indivíduos adultos. Os demais extratos testados não apresentaram atividade moluscicida.

  7. Eficiência de extratos vegetais e urina de vaca no controle de Neoleucinodes elegantalis (Guenée, 1854 (Lepidoptera: Pyralidae e Bemisia sp (Hemiptera: Aleurodidae em tomateiro orgânico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Socorro Rocha Melo Peixoto

    2013-05-01

    Full Text Available O cultivo do tomateiro (Lycopersicum esculentum Mill ocupa o segundo lugar entre as culturas oleráceas no Brasil (IBGE, 2008, GRAVENA, 1998. Com a expansão da cultura, devido suas qualidades organolépticas, fonte natural de vitaminas, sais minerais e outros metabólitos entre eles o licopeno, os problemas fitossanitários vêm-se agravando. Assim é que, desde a semeadura até a colheita, grande número de pragas e doenças ocorre na cultura do tomateiro. Considerando-se a carência de estudos voltados para utilização de plantas com ação inseticidas e urina de vaca, esse trabalho tem como objetivo avaliar suas eficiências no controle de N. elegantalis e Bemisia sp na cultura do tomate. A pesquisa foi desenvolvida em área experimental da Escola Agrícola “Assis Chateaubriand” e no Núcleo de Manejo de Pragas pertencentes a Universidade Estadual da Paraíba. Resultados: Constatou-se que a associação dos produtos químicos com dipel apresentou maior eficiência no controle para N. elegantalise Bemisia na fase pupal de 95 e 93%, respectivamente em relação aos demais produtos testados. Dentre os tratamentos alternativos a melhor eficiência para N. elegantalis foi obtida com extrato de faveleira (53,6% e extrato de óleo de neem (43,9%, já para a fase pulpal da Bemisia o extrato de óleo de neem apresentou 66,3% de eficiência, em aplicações a cada 4 dias.  Palavras - chave: pragas, extratos vegetais, tomateiro.

  8. Efeito analgésico e anti-inflamatório do extrato aquoso das folhas de trevo-roxo (Scutellaria agrestis A. St.-Hil. ex Benth. - Lamiaceae em roedores

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    A.B. Oliveira

    2014-06-01

    Full Text Available Scutellaria agrestis é utilizada por comunidades ribeirinhas do Amazonas principalmente para o tratamento de otites por via tópica utilizando-se o extrato bruto obtido por maceração. O presente trabalho visou investigar preliminarmente o perfil fitoquímico, a segurança toxicológica e as ações analgésica, anti-inflamatória e antiedematogência do extrato aquoso das folhas de S. agrestis. Foram coletados 80 indivíduos da espécie no horto medicinal da Universidade Nilton Lins, Manaus, Brasil. O perfil fitoquímico foi obtido por meio de prospecção da droga vegetal para heterosídeos cianogênicos, terpenos, compostos fenólicos e alcaloides. A toxicologia foi avaliada pelo teste de toxicidade aguda. As atividades analgésicas/ anti-inflamatórias foram analisadas por meio dos testes de formalina em camundongos e a atividade antiedematogência, pelo teste de edema de pata em ratos. Os metabólitos detectados foram fenóis (taninos hidrolisáveis, cumarinas e várias classes de flavonoides e terpenos (esteroides livres, saponinas. Não foi possível estabelecer DL50, haja visto que o extrato não provocou a morte de nenhum animal durante o teste de toxicidade aguda, provavelmente devido à ausência de heterosídeos cianogênicos na sua composição. Apesar de não provocar morte, considerou-se que o extrato apresenta uma discreta toxicidade, uma vez que foi observada a ocorrência de espasmos na primeira hora de observação dos animais. O extrato apresentou ainda efeito analgésico e anti-inflamatório significativo nas doses de 30, 100 e 300 mg/kg pelo teste da formalina, sendo o resultado na maior dose equivalente ao obtido com a droga padrão (fentanil. No entanto, não observamos efeito antiedematogênico nas doses testadas durante as 5 horas de registro do edema de pata. Os resultados obtidos nesta pesquisa conferem base científica preliminar quanto à segurança e ao efeito analgésico e antiinflamatório da droga vegetal, o

  9. Alelopatia de extratos aquosos de canela-sassafrás (Ocotea odorifera (Vell. Rohwer Allelopathy of Brazilian sassafras (Ocotea odorifera (Vell. Rohwer aqueous extracts

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flávia Maria da Silva Carmo

    2007-09-01

    Full Text Available Estudos de alelopatia investigam os efeitos positivos e negativos que metabólitos secundários de plantas, microrganismos ou fungos exercem sobre o desenvolvimento de indivíduos vizinhos. Nesse trabalho foram investigados os efeitos de extratos aquosos de folhas, cascas de tronco e cascas de raízes de canela-sassafrás (Ocotea odorifera (Vell. Rowher sobre a germinabilidade das sementes, desenvolvimento do sistema radicular e da parte aérea, teor de clorofila da parte aérea e respiração das células radiculares de plântulas de sorgo (Sorghum bicolor L. Moench cv. Embrapa BR 303. Os extratos foram preparados adicionando o material vegetal seco e moído oriundo de cada órgão à água destilada e deionizada na proporção 1:10 (p/v. Após agitação constante por 24 h, as soluções foram decantadas e filtradas através de papel de filtro sob vácuo, constituindo os extratos testados. Os extratos aquosos de cascas de tronco e de raízes causaram inibição do desenvolvimento do sistema radicular das plântulas de sorgo e a sua parte aérea teve o crescimento estimulado pelo extrato de cascas de raízes. Os extratos de folhas e de cascas de tronco induziram aumento da biomassa fresca do sistema radicular e diminuição significativa do teor de clorofila. Todos os extratos causaram efeitos negativos sobre a respiração radicular das plântulas de sorgo. Concluiu-se que metabólitos secundários da canela-sassafrás causaram alterações metabólicas e morfológicas nas plantas de sorgo e que, portanto, a presença de canela-sassafrás no ambiente pode desencadear efeitos similares sobre outras espécies vegetais na sua vizinhança.Allelopathic studies investigate the positive and negative effects of secondary metabolites of plants, microorganisms and fungi on the development of neighboring individuals. In this work, the allelopathic effects of aqueous extracts of leaves, bark and root bark of Brazilian sassafras (Ocotea odorifera (Vell

  10. In vivo evaluation of anticlastogenicity of extracts from medicinal plants of Miconia genus using the micronucleus test Avaliação in vivo da anticlastogenicidade de extratos de plantas medicinais do gênero Miconia através do teste do micronúcleo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ilce Mara S. Cólus

    2008-10-01

    órmico de M. albicans em células da medula óssea de camundongos na dose de 540 mg/kg p.c. Os extratos foram administrados via gavage e a ciclofosfamida (CPA foi aplicada intraperitonealmente 1h, após a suplementação com os extratos. Todos os animais foram submetidos à eutanásia 30h após o tratamento. As células analisadas foram retiradas da medula óssea de acordo com protocolo descrito por Schmid (1975. A citotoxicidade dos extratos foi avaliada pela percentagem de eritrócitos policromáticos (PCE em 200 eritrócitos (PCE + NCE. Foram analisados 2000 PCEs por animal e anotadas as freqüências de MNPCEs. Os resultados obtidos mostraram que nenhum dos extratos associados à CPA apresentou efeito citotóxico e somente os extratos de M. rubiginosa, M. stenostachya mostraram efeito protetor ao DNA. A análise química dos extratos mostrou que as quatro espécies estudadas contêm, principalmente, flavonóides, compostos fenólicos e taninos. A caracterização fitoquímica desses extratos poderia contribuir para elucidação do efeito protetor apresentado somente pelas espécies M. rubiginosa e M. stenostachya, além de possibilitar o estudo de outras possíveis atividades terapêuticas.

  11. Determinação do perfil fitoquímico de extrato com atividade antioxidante da espécie medicinal Cordia verbenacea DC. por HPLC-DAD

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    M.M. Santi

    2014-06-01

    Full Text Available O presente trabalho teve por objetivo investigar a atividade antioxidante dos extratos das folhas de Cordia verbenacea obtido por maceração em etanol e partição em solventes orgânicos. O infuso das folhas também foi investigado. O teor de fenóis totais foi avaliado pelo método de Folin-Ciocalteau e o de flavonoides totais pela formação de complexo com cloreto de alumínio. O extrato etanólico, as subfrações e o infuso foram testados em diversas concentrações para determinar a atividade sequestradora de DPPH expressa em termos de sua CE50. A melhor atividade antioxidante encontrada foi para o extrato em acetato de etila, EA, CE50 15,0 ± 0,5 µg.mL-1. Os ensaios espectrofotométricos revelaram altas concentrações de fenóis e de flavonoides no extrato EA. A análise por HPLC-DAD foi realizada para se obter o perfil de UV-Vis dos picos cromatográficos do extrato EA. As características espectrais foram relacionadas a compostos fenólicos e flavonoídicos.

  12. Emprego do ultra-som modo B e com efeito Doppler, termômetro infravermelho e medidas antropométricas na avaliação de uma formulação cosmética anticelulítica contendo extrato hidroglicólico de Trichilia catigua e Ptychopetalum olacoides Bentham

    OpenAIRE

    Idalina Maria Nunes Salgado Reis dos Santos

    2005-01-01

    Hidrolipodistrofia ginóide (H.L.D.G.), a celulite, é comumente tratada com cosméticos contendo extratos vegetais. O estudo realizado foi: ultra-sonografia na avaliação da espessura da hipoderme e a microcirculação cutânea; uso de termômetro infravermelho na medida da temperatura e análise das medidas antropométricas da uma formulação cosmética anticelulítica contendo extrato hidroglicólico de Trichilia catigua e Ptychopetalum olacoides Bentham (catuaba e marapuama). Foram realizadas medidas i...

  13. Padronização e determinação da fotoestabilidade do extrato de folhas de Pothomorphe umbellata L. Miq (pariparoba e avaliação da inibição in vitro de metaloproteinases 2 e 9 na pele Standardization and determination of photostability of leaf extracts of Pothomorphe umbellata L. Miq (pariparoba and evaluation of the inhibition in vitro of metalloproteinases 2 and 9 in skin

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rebeca Leite Almeida

    2008-03-01

    Full Text Available A maioria das pesquisas realizadas até hoje sobre os efeitos benéficos da pariparoba (Pothomorphe umbellata L. Miq foi feita com o extrato da raíz desta espécie, e o seu emprego em larga escala comprometeria a exploração sustentável deste insumo natural. Neste sentido o uso das folhas da pariparoba, ao invés de raízes pela indústria cosmética, não põe em risco a existência da espécie. Neste trabalho foi determinada a concentração de 4-nerolidilcatecol (4-NC de um extrato de folhas por metodologia analítica validada em nosso laboratório, cujo valor foi cerca de 30% menor que no extrato de raiz, obtido da mesma maneira. Na avaliação de fotoestabilidade do extrato de folhas, uma solução de 0,25 mg/mL não apresentou alterações significativas do perfil espectroscópico após 2 horas de exposição à radiação UVB, demonstrando sua estabilidade. Metaloproteinases (MMPs são endopeptidases dependentes de zinco, envolvidas na remodelagem da matriz extracelular (MEC, e importantes na formação das rugas típicas do fotoenvelhecimento cutâneo. Também avaliamos, por técnica de zimografia, a capacidade do extrato de folhas de P. umbellata de inibir a atividade de MMPs 2 e 9 in vitro de pele de camundongos sem pêlo. O extrato de folhas (0,1 mg/mL inibiu em 80% a atividade destas enzimas, conforme avaliação densitométrica.Most researches that have been done until today about the beneficial effects of pariparoba (Pothomorphe umbellata L. Miq have been done with root extract of this species, but the use in large scale would compromise the sustainable exploration of this natural resource. In this sense, the utilization of pariparoba leaves, substituting the roots, in the cosmetic industry does not put in risk the existence of the species. In this work the concentration of 4-nerolidylcathecol (4-NC in leaf extract was determined by the analytical methodology validated in our laboratory. The concentration of 4-NC in leaf extract

  14. PROSPECÇÃO TECNOLÓGICA DE ABAREMA COCHLIACARPOS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antônio Santos Dias

    2014-12-01

    Full Text Available Abarema cochliacarpos, conhecida como barbatimão, é uma espécie brasileira com destaque na medicina popular. Sua entrecasca é utilizada na forma de chá ou de extrato (‘garrafadas’ produzido por maceração em vinho branco ou cachaça para cura e tratamento de gastrite, úlcera, feridas, inflamação e dores, entre outros usos. Com o intuito de obter informações sobre o emprego de tecnologia voltada para esta espécie, foi realizada prospecção em quatro bancos de dados de patentes utilizando três palavras-chave: A. cochliacarpos, Abarema e barbatimão. A pesquisa demonstrou que há apenas um registro de patente que trata da A. cochliacarpos, o qual aborda sobre uma formulação farmacêutica para tratar infecções causadas pelo Papilomavírus humano (HPV. As demais patentes encontradas não se tratavam da espécie foco deste estudo, uma vez que outras plantas também têm ‘barbatimão’ como nome popular. Diante disso, há muito que se estudar sobre esta espécie, dado seu potencial farmacêutico pouco explorado.

  15. Efeito de extratos aquosos de plantas na oviposição da traça-das-crucíferas, em couve Effect of plants aqueous extracts on oviposition of the diamondback, in kale

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cesar Augusto Manfré Medeiros

    2005-01-01

    Full Text Available Avaliou-se o efeito de extratos aquosos de Achillea millefolium L. (folhas, Azadirachta indica A. Juss. (folhas, Bidens pilosa L. (folhas, frutos e ramos, Bougainvillea glabra Choisy (folhas, Chenopodium ambrosioides L. (folhas, frutos e ramos, Datura suaveolens Humb & Bonpl. ex. Willd (folhas, Enterolobium contortisilliquum (Vell. Morong (frutos, Mentha crispa L. (folhas e ramos, Nicotiana tabacum L. (folhas, Piper nigrum L. (folhas, Plumbago capensis Thunb. (folhas e ramos, Pothomorphe umbellata L. (folhas, Sapindus saponaria L. (folhas, S. saponaria (frutos, Solanum cernuum Vell. (folhas, Stryphnodendron adstringens (Mart Coville (casca, Symphytum officinale L. (folhas, Trichilia catigua A. Juss. (folhas, T. catigua (ramos, Trichilia pallida Sw. (folhas e T. pallida (ramos, em relação à preferência para oviposição de Plutella xylostella. Discos de folhas de couve (Brassica oleracea var. acephala cultivar Georgia foram imersos em cada extrato à concentração de 10% (massa/volume por um minuto. Em seguida, foram divididos em quatro partes iguais e duas partes foram colocadas alternadamente com outras duas partes tratadas com água destilada, em uma gaiola. A contagem dos ovos foi feita após 24 horas. Os extratos apresentaram efeito deterrente na oviposição da praga, com exceção do extrato de S. adstringens, que não diferiu da testemunha, tratada apenas com água destilada. Os extratos de E. contortisilliquum, S. saponaria (frutos e T. pallida (folhas foram os mais eficientes, apresentando 100% de deterrência.The effect of aqueous extracts from Achillea millefolium L. (leaves, Azadirachta indica A. Juss. (leaves, Bidens pilosa L. (leaves, fruits e branches, Bougainvillea glabra Choisy (leaves, Chenopodium ambrosioides L. (leaves, fruits e branches, Datura suaveolens Humb & Bonpl. ex. Willd (leaves, Enterolobium contortisilliquum (Vell. Morong (fruits, Mentha crispa L. (leaves e branches, Nicotiana tabacum L. (leaves, Piper nigrum

  16. Avaliação das atividades antibacteriana, tripanocida e citotóxica do extrato hidroalcóolico das raízes de Tradescantia sillamontana Matuda (Veludo Branco (Commelinaceae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    E.B.B. ESTEVAM

    Full Text Available RESUMO O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito antibacteriano e tripanocida in vitro do extrato hidroalcóolico das raízes de Tradescantia sillamontana Matuda (Commelinaceae, conhecida popularmente como veludo branco. Foi avaliada a atividade antibacteriana in vitro frente às bactérias Streptococcus mitis (CIM = 100 µg/mL; CMB = 150 µg/mL, Streptococcus mutans (CIM = 200 µg/mL; CMB = 220 µg/mL, Streptococcus sanguinis (CIM = 400 µg/mL; CMB = 425 µg/mL, Streptococcus sobrinus (CIM = 400 µg/mL; CMB = 420 µg/mL e Bacteroides fragilis (CIM = 400 µg/mL; CMB = 430 µg/mL pelo método de diluição em caldo. Os protozoários da família tripanossomatídeo causam doenças tropicais que costumam ser negligenciadas que costumam ser como a tripanossomíase, para a qual estão disponíveis poucos medicamentos. Neste contexto, o extrato hidroalcóolico das raízes de T. sillamontana também foi avaliado frente às formas tripomastigotas da cepa Y de Trypanosoma cruzi, com promissora atividade frente a este protozoário (IC50 = 2,4 µg/mL. Quando avaliada a atividade citotóxica frente a fibroblastos da linhagem LLCMK2, o extrato apresentou moderada citotoxicidade (CC50 = 480,37 µg/mL. Os resultados ora apresentados para o extrato hidroalcóolico das raízes de Tradescantia sillamontana Matuda demonstraram promissoras atividades antibacteriana e tripanocida, sendo uma fonte alternativa de produtos naturais com atividades contra T. cruzi e algumas bactérias do gênero Streptococcus e Bacteroides.

  17. Antifungal activity of extracts from Brazilian Cerrado plants on Colletotrichum gloeosporioides and Corynespora cassiicola Atividade antifúngica de extratos de plantas do Cerrado brasileiro sobre Colletotrichum gloeosporioides e Corynespora cassiicola

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    E.S. Naruzawa

    2011-01-01

    Full Text Available This study aimed to determine the antifungal activity of leaf aqueous and hydroethanolic extracts of 10 plants from the Brazilian Cerrado on Colletotrichum gloeosporioides and Corynespora cassiicola. Antifungal activity was measured through the incorporation of each extract in a culture media or spore suspension, at 50% concentration relative to the volume, determining respectively the mycelial growth and the spore germination. Then, the percentages of mycelial growth inhibition and spore germination inhibition were obtained based on the comparison with the control. The extracts had a variable action on the phytopathogens, from mycelial growth stimulation for Aristolochia esperanzae and Byrsonima verbascifolia extracts to complete inhibition of mycelial growth and spore germination for Myracrodruon urundeuva and Lafoensia pacari extracts. M. urundeuva, L. pacari and Caryocar brasiliense leaf extracts had antifungal activity against Colletotrichum gloeosporioides and Corynespora cassiicola; the hydroethanolic extracts presented more antifungal activity than the aqueous extracts, and spore germination of both phytopathogens was more affected than their mycelial growth.O objetivo deste trabalho foi determinar a atividade antifúngica de extratos aquosos e extratos hidroetanólicos de folhas de 10 plantas do Cerrado brasileiro sobre Colletotrichum gloeosporioides e Corynespora cassiicola. A determinação da atividade antifúngica foi realizada pela incorporação do extrato em meio de cultura ou na suspensão de esporos, na concentração de 50% em relação ao volume, determinando-se, respectivamente, o crescimento micelial e a germinação de esporos. Em seguida, pela comparação com a testemunha, foram obtidas as percentagens de inibição do crescimento micelial e da germinação dos esporos. Foi constatado comportamento variável dos extratos sobre os fitopatógenos, desde o estímulo no crescimento micelial para os extratos de Aristolochia

  18. QUANTIFICAÇÃO POR CLAE DE NAFTOQUINONAS DO EXTRATO DAS RAÍZES DE Cordia leucocephala Moric.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Maria de Oliveira

    2012-03-01

    Full Text Available Três naftoquinona, (11S, 13S, 16R-cordiaquinona J ((+-cordiaquinona J, 6-[10-(12,12-dimetil-13α-hidroxi-16-metil-ciclohexil]-1,4-naftalenodiona (cordiaquinona L e 5-metil-6-[10-(12,12-dimetil-13β-hidroxi-16ciclohexil-metil-1,4-naftalenodiona (cordiaquinona M foram isoladas do extrato etanólico das raízes de Cordia leucocephala Moric. Estas naftoquinonas, exceto a cordiaquinona M foram quantificadas por CLAE no extrato bruto das raízes de C. leucocephala. Os padrões da (+-cordiaquinona J e cordiaquinona M foram identificados no cromatograma pelos respecttivos tempo de retenção e espectro-UV. A quantificação das duas naftoquinonas apresentou teores de 310 μg de (+-cordiaquinona J e 180 μg de cordiaquinona M, em 100 mg de raízes dessa espécie vegetal.

  19. Atividade potencialmente alelopática de extratos brutos e hidroalcoólicos de feijão-de-porco (Canavalia ensiformis Potential allelopathic activity in hydroalcoholic and raw extracts of Canavalia ensiformis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    A.P.S. Souza Filho

    2002-12-01

    Full Text Available Extratos hidroalcoólicos de parte aérea, raízes e sementes e extratos brutos de sementes de Canavalia ensiformis foram preparados, visando identificar e caracterizar os efeitos potencialmente alelopáticos sobre a germinação de sementes e o alongamento da radícula das plantas daninhas Mimosa pudica, Urena lobata, Senna obtusifolia e Senna occidentalis. Os trabalhos foram desenvolvidos em condições controladas de 25 ºC de temperatura e fotoperíodo de 12 horas, para o bioensaio de germinação, e 24 horas, para o de alongamento da radícula. Os efeitos foram aquilatados tendo por contraste (testemunha a água destilada. Os resultados variaram em função da espécie receptora, da concentração e da parte da planta utilizada no preparo dos extratos. A inibição da germinação das sementes e do alongamento da radícula foi diretamente proporcional à concentração do extrato, com as mais intensas inibições observadas na concentração de 4%. Independentemente da espécie receptora, as sementes, seguidas das raízes, foram as principais fontes de substâncias químicas com atividades potencialmente alelopáticas no feijão-de-porco. A análise dos diferentes extratos brutos revelou que as substâncias químicas com atividades potencialmente alelopáticas presentes nas sementes do feijão-de-porco têm polaridade compreendida entre o acetato de etila e o metanol. Para o extrato bruto metanólico, concentrações a partir de 0,4% inibiram completamente a germinação das espécies receptoras, enquanto para M. pudica e S. occidentalis concentrações de 0,6 e 0,8% proporcionaram inibições da ordem de 100% para a germinação das sementes dessas espécies. A sensibilidade das espécies aos efeitos potencialmente alelopáticos variou na seguinte ordem decrescente: M. pudica > S. occidentalis > S. obtusifolia > U. lobata.Hydroalcoholic extracts from shoot, roots and seeds and seed raw extracts from Canavalia ensiformis were prepared to

  20. Extratos vegetais como alternativas aos antimicrobianos promotores de crescimento para leitões recém-desmamados Herbal extracts as alternatives to antimicrobial growth promoters for weanling pigs

    OpenAIRE

    Leandro Batista Costa; Marcos Livio Panhoza Tse; Valdomiro Shigueru Miyada

    2007-01-01

    Avaliou-se, por meio do desempenho e da morfometria de órgãos, o uso de extratos vegetais como alternativas aos antimicrobianos promotores de crescimento para leitões recém-desmamados. Um experimento em blocos casualizados, com 35 dias de duração, foi realizado para testar cinco tratamentos: ração basal; antimicrobiano - ração basal com colistina + tiamulina (75 ppm de cada); extratos vegetais - ração basal com 420 ppm de cravo (Ec); orégano (Eo) e cravo + orégano (Ec + Eo), respectivamente. ...

  1. Clarificação do extrato aquoso de Stevia rebaudiana (Bert. Bertoni utilizando o cacto, Cereus peruvianus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Larissa Maria Fernandes

    2001-05-01

    Full Text Available A tendência das indústrias que se preocupam em promover a saúde e prevenir doenças está em investir no desenvolvimento de tecnologias para produção de alimentos com baixas calorias e reduzido teor de gordura, mantendo suas qualidades nutricionais. Um dos estudos mais freqüentes é a substituição do açúcar por edulcorantes não calóricos, com a preocupação que estes substitutos sejam semelhantes em função organoléptica. Nas folhas da planta conhecida como Stevia rebaudiana (Bert. Bertoni (Asteraceae, ou simplesmente estévia, se encontram glicosídeos adoçantes (edulcorantes, como o esteviosídeo, rebaudiosídeos A, B, C, D, E e dulcosídeos A e B. Seu extrato aquoso apresenta-se em estado natural na cor marrom, o que o torna inconveniente para o consumidor usual. Neste trabalho, utilizou-se o cacto Cereus peruvianus como alternativa natural para a clarificação deste extrato. O cacto comportou-se como uma resina fortemente ácida e eliminou cerca de 95%, em média, a cor e turbidez do extrato de estévia

  2. Resposta de Sitophilus zeamais Motschulsky 1885 (Coleoptera: Curculionidae frente ao extrato de Capsicum annuum L.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Ferreira da Silva

    2013-08-01

    Full Text Available O uso desenfreado de agrotóxicos vem a ser um caso de saúde pública, pois prejudica a saúde do trabalhador do campo assim como do consumidor final desses produtos. O Sitophilus zeamais é uma praga de armazenamento que ataca o milho, e no combate a essa praga comumente é utilizado produtos tóxicos. Visando essa problemática, a busca por produtos alternativos vem a ser um campo de investigação promissor, pois esse método de controle não gera resíduos para o homem tão pouco ao meio ambiente. O extrato utilizado para avaliar o potencial de repelência foi o de Capsicum annuum L. popularmente conhecido como pimentão. Os testes foram realizados com a utilização de arenas, onde em cada arena foram liberados 30 adultos de S. zeamais, não sexados e após 24 horas, foram registrados o número de insetos em cada recipiente. Os grãos de milho foram tratados com volume de extrato correspondente a 1,0% da massa de grãos, nas concentrações 0,0 (álcool 70%; 25,0; 50,0; 75,0 e 100,0% (volume de extrato/volume álcool. O experimento foi organizado segundo o delineamento inteiramente casualizado e constou de cinco tratamentos e quatro repetições. As maiores repelências foram observadas nas concentrações de 25% e 100%, repelindo 72 e 70% dos insetos respectivamente. Sendo assim a utilização desse extrato pode ser empregado no tratamento de sementes armazenadas, evitando assim uma maior infestação desses insetos, preservando assim a integridade física e fisiológica das sementes.

  3. Comportamento de Cryptolestes ferrugineus (Stephens, 1831(Coleoptera: Laemophloeidae exposto ao extrato de Momordica charantia L.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bruno Adelino de Melo

    2012-10-01

    Full Text Available A utilização de plantas com propriedades bioativas, tem se mostrado como uma forma eficiente e promissora no controle de insetos-praga. Diante o exposto, objetivou-se estudar o comportamento de Cryptolestes ferrugineus frente a grãos de milho tratados ou não com extrato hidroalcóolico de Momordica charantia L. em diferentes concentrações. O experimento foi realizado no Laboratório de Análise de Sementes, da Universidade Federal de Campina Grande, Campina Grande, Paraíba, com temperatura e umidade relativa do ar de 24,0 ± 4,0 ºC e 84,0 ± 5,0% respectivamente. Grãos de milho foram tratados com extrato hidroalcóolico de M. charantia L. nas concentrações de 0,0; 25,0; 50,0; 75,0 e 100,0% e colocados em arenas confeccionadas a partir de tubos de PVC de 5,0 cm de diâmetro, a fim de determinar a preferência desse inseto. Cada tratamento foi comparado com grãos de milho sem tratamento. O experimento foi organizado segundo o delineamento inteiramente casualizado, com cinco tratamentos e três repetições. Para análise dos dados foi utilizando o teste do Qui-quadrado (χ2. Além disso, foi determinado um Índice de Repelência, submetendo-o a Análise de Regressão. O extrato hidroalcóolico de M. charantia L. se mostrou como repelente nas concentrações de 25,0 e 50,0%, por outro lado, na concentração de 100,0%, o mesmo passou a ter comportamento atraente a esse inseto. O extrato nas concentrações de 0,0 e 75,0% não apresentou diferença estatística quanto à escolha de C. ferrugineus.

  4. Adição de extratos de Ginkgo biloba e Panax ginseng em néctares mistos de frutas tropicais Addition of Ginkgo biloba and Panax ginseng extracts to mixed tropical fruit nectars

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Henrique Machado de Sousa

    2010-06-01

    Full Text Available O estudo objetivou desenvolver formulações de néctares mistos de frutas tropicais, acrescidos de diferentes concentrações de extratos de Ginkgo biloba, Panax ginseng e misturas de Ginkgo biloba e Panax ginseng, avaliar características sensoriais, físico-químicas e químicas dos néctares selecionados. As formulações dos néctares tiveram a seguinte composição de polpa: caju (Anacardium occidentale, 12,25%; manga (Mangifera indica L, 21%; e acerola (Malpighia emarginata D.C., 1,75%. Foram desenvolvidas diferentes formulações, com a adição dos extratos nas concentrações variando de 15 a 30 mg.100 mL-1 de néctar. A avaliação sensorial da impressão global, sabor e aroma foi feita por meio de teste de aceitação. Para as bebidas formuladas com Panax ginseng, somente o atributo sabor apresentou variação com o aumento da concentração do extrato. Para as bebidas acrescidas de Ginkgo biloba, observou-se um decréscimo linear para todos os atributos avaliados com o aumento da concentração do extrato. Para a mistura de extratos, não se observou variação das médias com o aumento da concentração dos extratos. Conclui-se que a adição de extrato de Panax ginseng até a concentração de 20 mg.100 mL-1 de néctar e a mistura dos extratos, em concentrações de 7,5 mg.100 mL-1 de néctar de cada extrato, apresentam boa aceitação sensorial. A adição dos extratos não afetou a composição química dos néctares que apresentaram quantidades elevadas de vitamina C, carotenoides, fenólicos totais e antocianinas.The objectives of this study were to develop formulations of mixed nectars of tropical fruits adding different concentrations of Ginkgo biloba, Panax ginseng, and a mixture of Ginkgo biloba and Panax ginseng extracts and to assess sensory, physicochemical, and chemical characteristics of selected nectars. The nectar formulations had the following pulp composition: cashew apple (Anacardium occidentale, 12.25%, mango

  5. Efeito do extrato acetato de etila de Trichilia pallida Swartz (Meliaceae no desenvolvimento e sobrevivência da lagarta-do-cartucho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    ROEL ANTONIA RAILDA

    2000-01-01

    Full Text Available O efeito de diferentes concentrações (massa/volume do extrato acetato de etila de folhas e ramos de Trichilia pallida, em relação à lagarta-do-cartucho Spodoptera frugiperda (J.E. Smith, foi avaliado em condições de laboratório. As folhas de milho foram imersas em diferentes concentrações (0,0001%; 0,0008%; 0,006%; 0,05%; 0,4% e 3% desse extrato e oferecidas a lagartas recém-eclodidas e com dez dias de idade, avaliando-se a duração e viabilidade das fases larval e pupal e a massa de pupas. A concentração letal 50 (CL50 estimada para lagartas com sete dias de idade foi de 0,048%. Verificou-se que o extrato causou mortalidade larval de 100% (em concentração igual ou superior a 0,05%, afetou a sobrevivência e o desenvolvimento do inseto (na concentração de 0,006% e não provocou qualquer efeito no mesmo, em concentração igual ou inferior a 0,0008%. Lagartas alimentadas desde a eclosão foram mais afetadas do que as alimentadas a partir dos dez dias.

  6. Bioatividade dos extratos aquosos de folhas de pimenta malagueta e eucalipto sobre Zabrotes subfasciatus em grãos de fava

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Amanda Sampaio

    2017-06-01

    Full Text Available Os extratos vegetais atualmente representam uma alternativa importante no controle de insetos-praga. Objetivou-se com este trabalho analisar os efeitos de extratos aquosos de folhas de pimenta malagueta (Capsicum frutescens e eucalipto (Eucalyptus sp. sobre Zabrotes subfasciatus em fava. Foram realizados dois bioensaios no laboratório de Entomologia, Departamento de Biologia, Centro de Ciências da Natureza da Universidade Federal do Piauí, em delineamento experimental inteiramente casualizado, totalizando cinco tratamentos [0% (testemunha, 30%, 60%, 80% e 100 %], cada um com quatro repetições, onde os parâmetros, número de insetos mortos, número de ovos e emergência de adultos foram avaliados. O extrato aquoso de folhas de pimenta malagueta não foi eficiente contra o caruncho Z. subfasciatus, pois, houve mortalidade média de 20% dos insetos nas concentrações de 80 e 100%, e com o aumento da concentração teve-se um estímulo a oviposição e emergência destes. O extrato aquoso de folhas de Eucalyptus sp. foi eficiente sobre a mortalidade, oviposição e emergência de Z. subfasciatus, com o aumento da concentração observou-se maior mortalidade, atingindo 40% dos indivíduos; redução da oviposição, 13% em relação a testemunha e as demais concentrações, e emergência dos besouros.Bioactivity of the aqueous extracts of chilli pepper and eucalyptus leaves on Zabrotes subfasciatus in fava beansAbstract: The plant extracts currently represent an important alternative in the control of insect pests. The objective of this paper was to analyze the effects of aqueous extracts of leaves of chilli pepper (Capsicum frutescens and eucalyptus (Eucalyptus sp. on Zabrotes subfasciatus in fava. Two bioassays were performed in the entomology laboratory, Department of Biology, Nature Sciences Center of the Federal University of Piauí, in a completely randomized experimental design, totaling five treatments [(0% (control, 30%, 60%, 80% and

  7. Análise sérica das enzimas aspartato aminotransferase, alanina aminotransferase e gama glutamiltranspeptidase de coelhos adultos tratados com extrato bruto de própolis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    J. N. Ribeiro

    2009-01-01

    Full Text Available

    Diversos trabalhos têm atribuído a própolis inúmeras propriedades farmacológicas, dentre elas podemos citar, como exemplo, efeitos antibacteriano, antiviral, antiinflamatório, regenerador do tecido cartilaginoso, inibidor da formação de radicais livres e redutor de níveis sangüíneo de glicose e triacilglicerol. Alguns efeitos colaterais são atribuídos à própolis principalmente em doses elevadas. Muitos efeitos tóxicos da própolis são atribuídos ao álcool etílico presente no extrato.Dentre alguns efeitos tóxicos citados em literatura como realmente da própolis temos a dermatite e o aumento da uréia sangüínea. O presente estudo teve como objetivo investigar se o extrato bruto de própolis ocasiona algum efeito adverso nos níveis séricos de alanina aminotransferase, aspartato aminotransferase e gama – glutamiltranspeptidase de coelhos saudáveis. O experimento teve 30 dias de duração, sendo as dosagens dos constituintes do sangue (alanina aminotransferase, aspartato aminotransferase e gama – glutamiltranspeptidase realizadas a 0, 15 e 30 dias. Os resultados indicaram que, de o extrato bruto de própolis na forma testadea, não ocasionou alteração relevante nos níveis séricos das enzimas marcadoras de metabolismo hepático. Palavras-chave: Própolis, alanina aminotransferase, aspartato aminotransferase, gama glutamiltranpeptidase, toxicologia.

  8. Atividade antibacteriana in vitro da própolis marrom

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria F.F. Gomes

    2016-04-01

    Full Text Available Resumo Objetivou-se avaliar a atividade antibacteriana in vitro da própolis marrom, por meio da determinação da Concentração Inibitória Mínima (CIM. O extrato alcoólico de própolis foi obtido de 35 g de própolis bruta macerada em 65 mL de álcool de cereais. As concentrações do extrato de própolis usadas foram: 75mg/mL; 56,4mg/mL; 37,5mg/mL; 18,9mg/mL; 9,3mg/mL; 4,5mg/mL e 2,25mg/mL. Foram utilizados 32 isolados de bactérias Gram-positivas: Rhodococcus equi, Staphylococcus aureus, Staphylococcus hyicus, Staphylococcus spp. e Streptococcus spp., e 32 isolados de bactérias Gram-negativas: Enterobacter agglomerans, Escherichia coli, Klebsiella pneumoniae, Klebsiella sp., Pseudomonas aeruginosa, Pseudomonas spp., Salmonella spp. e Serratia rubidaea, provenientes de processos clínicos infecciosos de animais domésticos, obtidas e armazenadas no Laboratório de Bacteriologia da FAMEZ/UFMS. O extrato de própolis marrom apresentou atividade antimicrobiana com CIM variando de 2,25 a 18,9mg/mL para as bactérias Gram-positivas e 4,5 a 18,9mg/mL para as bactérias Gram-negativas, sendo as bactérias provenientes de bovinos e caninos as mais resistentes. Conclui-se que a própolis marrom tem ação bactericida, em função da espécie da bactéria e da procedência animal.

  9. Enriquecimento da dieta do bicho-da-seda com extrato hidrossolúvel de soja Enrichment of the silkworms diet with soybean water soluble extract

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gustavo do Valle Polycarpo

    2012-09-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi avaliar se a suplementação da dieta do bicho-da-seda com extrato hidrossolúvel de soja (EHS interfere na produção de casulos e no consumo de folhas de amoreira (Morus alba L. de diferentes cultivares pelas lagartas. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado em esquema fatorial 4x5, com quatro cultivares de amoreira ('IZ64', 'IZ56/4', 'FM86' e 'FMSM' e cinco dietas (folhas não tratadas, folhas umedecidas com água, folhas enriquecidas com EHS, em três níveis: suplementação da dieta com 5, 10 e 20% de PB. O EHS foi aspergido sobre as folhas, tendo a água como agente dispersante. O consumo foi verificado pela diferença entre a quantidade de folhas fornecidas e a quantidade não consumida pelas lagartas. A ingestão de alimento apresentou-se de forma quadrática, diminuindo à medida que o EHS foi adicionado à dieta. Houve interação dos fatores cultivar e dieta. O fornecimento de folhas de amoreira com acréscimo proteico de 10% por meio do EHS melhorou a qualidade dos casulos do bicho-da-seda com a utilização das cultivares 'IZ56/4' e 'FMSM'. A pulverização de EHS nas folhas da cultivar 'IZ64' prejudicou a produção de casulos. Lagartas do bicho-da-seda, alimentadas com folhas de amoreira sem suplementação, produziram cascas séricas mais pesadas com folhas das cultivares 'IZ64' e 'FMSM'. A aspersão de água nas folhas incrementou o peso de cascas séricas produzidas a partir da cultivar 'FM86'. A suplementação da dieta com EHS diminui o consumo da lagarta do bicho-da-seda. A aplicação de EHS influencia a produção de casulos em função da cultivar utilizada.The aim of this research was to assess if the supplementation of the silkworm diet with soybean water soluble extract (WSE interferes on the consumption of mulberry leaves (Morus alba L. by the caterpillars and on cocoon production. The experimental design was completely randomized in factorial arrangement 4x5

  10. Influência do processo de secagem e condição de armazenamento de extratos secos de Bauhinia forficata e Passiflora alata sobre seu perfil de dissolução

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    C.R.F. SOUZA

    2015-03-01

    Full Text Available No Brasil, os produtos fitoterápicos são considerados medicamentos, sendo necessário o estabelecimento de estudos que assegurem a manutenção dos requisitos de qualidade durante o processamento e o armazenamento. Testes de dissolução podem ser empregados para se estimar a biodisponibilidade de um fármaco, sendo uma análise rotineira no desenvolvimento e controle de qualidade de medicamentos alopáticos. A determinação do perfil de dissolução de fitoterápicos também pode ser um importante critério para avaliação da sua qualidade lote-a-lote, bem como para os estudos de desenvolvimento e de estabilidade. O objetivo deste trabalho foi investigar a influência dos métodos de secagem e da condição de armazenagem sobre os perfis de dissolução dos flavonoides totais de extratos secos de duas plantas medicinais bastante difundidas no Brasil, a Bauhinia forficata e a Passiflora alata. Os extratos secos foram produzidos pelo processo de secagem em leito de jorro e em spray drying, sendo submetidos a condições de armazenagem aceleradas (temperatura de 40 ± 2ºC e umidade relativa de 75 ± 5%, por um período de 90 dias. Os perfis de dissolução foram obtidos para amostras de extratos secos antes e após o período de armazenamento. O teor de flavonoides totais foi quantificado por espectrofotometria. Os extratos secos de B. forficata e P. alata apresentaram adequada liberação de flavonoides nos ensaios de dissolução. Os extratos secos de Passiflora alata apresentaram completa dissolução dos flavonoides, 92% e 98% dos teores originais após 60 minutos de ensaio, respectivamente para o extrato seco em leito de jorro e em spray drying.

  11. Potencial antioxidante de extratos de sementes de limão (Citrus limon Antioxidant potential of lemon seed extracts (Citrus limon

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Débora Maria Moreno Luzia

    2010-06-01

    Full Text Available O presente trabalho teve como principais objetivos avaliar o comportamento do óleo de soja acrescido de extratos de sementes de limão (Citrus limon, em diferentes concentrações, por meio da estabilidade oxidativa e medir a atividade antioxidante através do método do radical livre DPPH e compostos fenólicos totais. A concentração de 2.400 mg.kg-1 para o extrato de sementes de limão, variedade galego, foi a que conferiu melhor estabilidade oxidativa ao óleo de soja. As atividades antioxidantes máximas e os valores da concentração de extrato natural suficientes para obter 50% do efeito máximo, estimado em 100% (EC50, determinados pelo DPPH para o extrato e ácido gálico foram 70,58%, 69,94 μg.mL-1 e 75,07%, 64,73 μg.mL-1, respectivamente. A concentração de compostos fenólicos totais, determinada pelo método de Folin-Ciocalteu foi de 76 mg.g-1. Foi possível concluir que o extrato de sementes de limão galego possui ação antioxidante natural, podendo ser aplicado em alimentos.The present study aimed at evaluating the behavior of the soybean oil with the addition of lemon seed extracts (Citrus limon, in different concentrations, through oxidative stability and also at measuring the antioxidant activity using the DPPH free radical method and total phenolic compounds. The concentration of 2,400 mg.kg-1 for the lemon seed extract, galego variety, was the one that provided the soybean oil with the best oxidative stability. The maximum antioxidant activities and the concentration values of the natural extract sufficient to obtain 50% of maximum effect, estimated at 100% (EC50, determined by DPPH for the extract and gallic acid were 70.58%, 69.94 μg.mL-1 and 75.07%, 64.73 μg.mL-1, respectively. The concentration of total phenolic compounds, determined by the Folin-Ciocalteu method, was of 76 mg.g-1. Thus, it can be said that the lemon seed extract, galego, presents natural antioxidant action demonstrating potential to be used in

  12. Estudo da reatividade química e atividade biológica de biflavonóides isolados da Rheedia gardneriana

    OpenAIRE

    Verdi, Luiz Gonzaga

    2000-01-01

    Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Físicas e Matemáticas. Extração, purificação e identificação de princípios ativos a partir da Rheedia gardneriana (Guttiferae), planta utilizada na medicina popular, principalmente como analgésico e antiinflamatório, com potencial atividade biológica. A partir do extrato hidroalcoólico bruto obtido das folhas, foram realizadas extrações com hexano e acetato de etila. O fracionamento do extrato em acetato de...

  13. Compostos da casca de tucum-do-cerrado (Bactris setosa Mart.) com atividade antioxidante

    OpenAIRE

    Dantas, Marcela Berckmans Viégas Costa

    2017-01-01

    Entre os frutos comestíveis do cerrado brasileiro, o tucum-do-cerrado (Bactris setosa Mart) se destaca devido ao seu alto potencial antioxidante e conteúdo de polifenóis. Nós investigamos o extrato aquoso de tucum-do-cerrado quanto ao seu mecanismo de ação e o potencial antioxidante de suas frações. O extrato aquoso foi fracionado por HPLC e as frações analisadas em termos da sua atividade antioxidante por meio da degradação oxidativa de 2-desoxirribose. Cinco frações foram selecionadas com b...

  14. Avaliação das atividades hipoglicemiante e anti-hiperglicemiante do extrato hidroalcóolico das folhas da Averrhoa carambola L. (Oxalidaceae em modelos experimentais de hiperglicemia Evaluation of hypoglycemic and antihyperglycemic activities in hydroethanolic extract of Averrhoa carambola L. (Oxalidaceae in experimental models of hyperglycemia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ciomar Aparecida Bersani-Amado

    2005-03-01

    Full Text Available As atividades hipoglicemiante e anti-hiperglicemiante do extrato hidroalcóolico obtido das folhas da Averrhoa carambola L. (Oxalidaceae foram avaliadas em ratos, utilizando-se diferentes modelos experimentais de hiperglicemia: diabetes tipo 1 induzido por aloxana, intolerância à glicose e resistência aguda à insulina induzidas pela dexametasona e resistência crônica à insulina em modelo de obesidade induzida pelo monoglutamato de sódio. O extrato hidroalcóolico da Averrhoa carambola, na dose de 800 mg/Kg de peso corporal, não apresentou atividades hipoglicemiantes e anti-hiperglicemiantes nos modelos de hiperglicemia testadosThe hypoglycemic and antihyperglycemic activities of a hydroethanolic extract prepared from the leaves of Averrhoa carambola L. (Oxalidaceae was evaluated in rats, through the experimental models of hyperglycemia: type 1 alloxan-induced diabetes, glucose intolerance and insulin resistance induced by dexamethasone and the chronic insulin resistance in obesity model induced by sodium monoglutamate. The hydroethanolic Averrhoa carambola extract at a dosage of 800 mg/Kg body weight did not exhibit hypoglycemic and antihyperglycemic activities in the hyperglycemic experimental models tested

  15. Bebidas lácteas fermentadas formuladas com leite, soro de leite e extrato de arroz vermelho: aspectos físicos, químicos, microbiológicos e sensorial

    OpenAIRE

    Boêno, Josianny Alves

    2014-01-01

    O desenvolvimento de bebidas lácteas adicionadas de extrato de arroz diversifica o mercado de lácteos. E a utilização de coprodutos da indústria minimiza a geração de resíduos. Por esse motivo, teve-se como objetivo neste estudo, elaborar bebidas lácteas fermentadas com adição de extrato de arroz vermelho (EAV) e soro lácteo, coproduto de laticínios, para enriquecer a bebida láctea desenvolvida. Esta bebida além do baixo custo, possivelmente irá contribuir com a saúde de por...

  16. EFEITOS DO EXTRATO DE Eugenia uniflora SOBRE OS PARÂMETROS HEMATOLÓGICOS E PRESSÃO ARTERIAL DE RATOS HIPERTENSOS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Noemia Aparecida Partelli Mariani

    2017-01-01

    Full Text Available A Eugenia uniflora é uma planta amplamente encontrada no Brasil, utilizada popularmente para tratar diversos distúrbios. O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos do extrato de suas folhas sobre parâmetros hematológicos e pressão arterial de ratos espontaneamente hipertensos (SHR. Os animais foram divididos em grupos controle e tratados com extrato nas doses de 100mg/kg e 200mg/kg. O tratamento foi diário, via gavagem, por 28 dias. O sangue dos animais foi coletado semanalmente, para a contagem global e diferencial de leucócitos e ao final do tratamento, os animais foram anestesiados e foi realizada cateterização da artéria carótida para medida de pressão arterial sistólica, diastólica, média e frequência cardíaca. O extrato não alterou os parâmetros hematológicos e não reduziu a frequência cardíaca dos SHR, porém observou-se uma tendência à redução. Ao passo que, diminuiu a pressão arterial sistólica, diastólica e média, sugerindo um efeito anti-hipertensivo.

  17. Influência da Idade de Abate e da Castração nas Qualidades Físico-Químicas, Sensoriais e Aromáticas da Carne Caprina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marta Suely Madruga

    2002-06-01

    Full Text Available Grupos de caprinos mestiços castrados e inteiros foram abatidos com idades de 175, 220, 265 e 310 dias. Os efeitos da castração e idade de abate nas qualidades físico-químicas, sensoriais e aromáticos da carne caprina foi pesquisado. O efeito castração foi observado apenas para o conteúdo de cálcio, no entanto a idade de abate apresentou um efeito significativo nos teores de umidade, proteína, cálcio, ferro e pH. Os fatores idade de abate e castração não apresentaram efeito significativo nos percentuais de fosfolipídeos porém, a idade de abate afetou os percentuais de colesterol. Caprinos castrados apresentaram maior percentual de ácidos graxos insaturados e, conseqüentemente, maior relação PUFA/SFA. Os ácidos graxos foram afetados significativamente pela castração. Não foram observadas variações nos percentuais dos ácidos graxos saturados e insaturados da carne caprina de animais abatidos com diferentes idades. O fator idade de abate apresentou maior efeito nos atributos sensoriais analisados do que o fator castração. Nos extratos da carne caprina foram identificados um total de cento e oito voláteis, sendo estes: 41 hidrocarbonetos alifáticos, 12 hidrocarbonetos alicíclicos, 19 aldeídos, 9 compostos benzênicos, 9 álcoois, 7 cetonas, 4 compostos sulfurados, 2 terpenoídes, 2 ésteres e 3 outros compostos. Os extratos da carne de caprinos castrados continham maior número de compostos voláteis do que os extratos de animais inteiros. O fator idade de abate foi o parâmetro que mais afetou as características físico-químicas e sensoriais da carne caprina. O fator castração afetou diretamente a produção de voláteis.

  18. Eficácia de extratos de nim para o controle do oídio do feijoeiro Effectiveness of neem extracts in controlling the powdery mildew of bean plant

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Solange Monteiro de Toledo Piza Gomes Carneiro

    2007-03-01

    Full Text Available O nim, Azadirachta indica, vem sendo estudado nos últimos anos para o controle de fitopatógenos. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito do óleo, do extrato de sementes e do extrato de folhas de nim no controle do oídio do feijoeiro, em casa de vegetação. Uma formulação comercial de óleo emulsionável de nim foi testada em concentrações entre 0,25 e 2,0%, em aplicações antes ou após o surgimento dos sintomas da doença. O extrato de sementes foi produzido em laboratório por meio da trituração das sementes em água destilada, sendo pulverizado 48 horas antes ou 24 horas após a inoculação do patógeno. Avaliou-se, após o surgimento dos sintomas, a eficiência de uma formulação comercial de extrato de folhas, nas concentrações de 0,25 e 0,5%. Verificou-se que o óleo de nim foi eficiente para o controle da doença quando aplicado antes ou depois do surgimento dos sintomas. O extrato de sementes controlou a doença nas três concentrações testadas. Por outro lado, o extrato de folhas não foi eficiente no controle do oídio do feijoeiro.The neem, Azadirachta indica, has been studied in the last years for the use in controlling plant pathogens. The objective of this work was to evaluate the effect of the neem oil, seed kernel extract and leaf extract on the control of the powdery mildew of the bean plant under green house conditions. The emulsified neem oil was tested for concentrations between 0.25 and 2.0% and sprayed before or after the appearance of the symptoms of the disease. The seed kernel extract was produced under laboratory conditions by grinding the kernels in distilled water, which was sprayed 48 hours before or 24 hours after the inoculation of the pathogen. It was also evaluated the efficiency of a commercial leaf extract at the concentrations of 0.25 and 0.5% which was sprayed after the appearance of the symptoms. The results of this work showed that the neem oil was efficient in the control of the

  19. Influência de diferentes metodologias de esterilização sobre a atividade antifúngica de extratos aquosos de plantas medicinais Influence of different sterilization methods on the antifungal activity of aqueous extracts of medicinal plants

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    L.R. Venturoso

    2010-12-01

    Full Text Available Foram conduzidos no Laboratório de Fitopatologia da Universidade Federal da Grande Dourados três experimentos com o objetivo de avaliar in vitro a atividade antifúngica dos extratos aquosos de alho, canela e cravo-da-índia, submetidos a diferentes processos de desinfestação e/ou esterilização sobre o desenvolvimento de Fusarium solani. O delineamento experimental utilizado para cada ensaio foi inteiramente casualizado, com 5 tratamentos e 8 repetições. Utilizaram-se os extratos aquosos na concentração de 20%, submetidos às metodologias de filtragem (FI, banho maria a 65°C (BM, autoclavagem a 100ºC (AT1, autoclavagem a 120ºC (AT2 e a testemunha (somente BDA. Posteriormente os extratos foram incorporados em meio BDA, acondicionados em placas de Petri, onde foram transferidos discos de micélio de F. solani medindo 0,3 cm de diâmetro. Após, as placas foram incubadas a 25ºC, com fotoperíodo de 12 horas. Os tratamentos foram analisados em relação ao crescimento micelial da colônia, a porcentagem de inibição e a taxa de crescimento de F. solani. Foi observado em todos os ensaios maior crescimento do fungo na testemunha, evidenciando o potencial antifúngico dos extratos. Foi observada influência da metodologia de esterilização sobre a eficiência dos extratos de alho e canela. Para o alho a FI proporcionou os melhores resultados, enquanto que para o extrato de canela não houve diferenças entre as metodologias FI, BM e AT1. As diferentes metodologias utilizadas não interferiram na eficiência do extrato aquoso de cravo-da-índia.Three experiments were conducted in the Laboratory of Phytopathology of Federal University of Grande Dourados, Mato Grosso do Sul State, Brazil, to evaluate in vitro the antifungal activity of aqueous extracts of garlic, cinnamon and clove subjected to different processes of disinfection and/or sterilization against the development of Fusarium solani. The experimental design for each trial was

  20. Caracterização química e atividade biológica de extratos aquosos de Brunfelsiacuneifolia J.A. Schmidt (Solanaceae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    A.L.S. SCHNEIDER

    2015-01-01

    Full Text Available RESUMO O gênero Brunfelsia possui ainda poucas informações a respeito de sua composição química ou confirmações científicas de suas propriedades medicinais, apesar do uso na medicina tradicional pelos povos amazônicos. Este trabalho buscou caracterizar a espécie Brunfelsia cuneifolia, cultivada no estado do Rio Grande do Sul, quanto a sua composição química e atividade biológica. Foram obtidos extratos aquosos a quente, a frio, e por ultrassom, a partir de folhas frescas. A caracterização química realizada por CLAE determinou a presença dos compostos fenólicos: ácido ferúlico e rutina, em todos os extratos, sendo as maiores quantidades apresentadas pela extração a frio. A análise por EMAR identificou a fórmula molecular de nove substâncias nos diferentes extratos, incluindo a presença do alcaloide brunfelsamidina em todos os extratos obtidos. Para a atividade biológica, devido à similaridade de resposta e teor nas diferentes formas de extração, foi possível correlacionar a atividade antioxidante, avaliada através da redução do radical DPPH*, com o teor de compostos fenólicos totais obtidos pelo método de Folin-Ciocalteu. A toxicidade dos extratos avaliada pela utilização de Artemia salina revelou ausência de toxidez. Os resultados obtidos são os primeiros apresentados para a caracterização desta espécie, colaborando também para a pesquisa científica acerca dos usos popularmente atribuídos ao gênero.

  1. EFEITOS DO EXTRATO AQUOSO DA HYPTIS PECTINATA SOBRE A REGENERAÇÃO HEPÁTICA APÓS HEPATECTOMIA PARCIAL DE 70%: RESULTADOS PRELIMINARES EFFECTS OF THE AQUEOUS EXTRACT OF HYPTIS PECTINATA ON LIVER REGENERATION AFTER 70% PARTIAL HEPATECTOMY: PRELIMINAR RESULTS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    G. B. de Melo

    2001-01-01

    Full Text Available O uso de plantas medicinais tem aumentado bastante na população mundial. O objetivo desta pesquisa é avaliar os efeitos do extrato aquoso das folhas da Hyptis pectinata, popularmente conhecida como "sambacaitá" ou "canudinho", sobre a regeneração hepática após hepatectomia parcial de 70%. Foram utilizados 24 ratos, divididos em 4 grupos: grupo OS, em que se realizou operação simulada e aplicação oral de água destilada por 4 dias; grupo OSD200, também submetido à laparotomia com manipulação do fígado e aplicação de 200 mg de extrato/Kg de animal durante o mesmo período; grupo HP, hepatectomizado a 70% após 4 dias de aplicação por via oral de água destilada; e grupo HPD200, hepatectomizado a 70% após 4 dias de administração de 200 mg extrato/Kg de animal. Foram dosadas fosfatase alcalina, bilirrubina total e as aminotransferases e estudou-se o estado III da função mitocondrial. O grupo OSD200, quando comparado ao OS, apresentou redução significativa da fosfatase alcalina. O grupo HPD200, em comparação ao HP, teve redução estatisticamente significativa no nível da AST e do estado III da função mitocondrial.The use of medicinal plants has strongly increased by the world population. The objetive of this study is to assess the effects of the aqueous extract of Hyptis pectinata leaves, popularly known as "sambacaitá" or "canudinho", on liver regeneration after 70% partial hepatectomy. Twenty four rats were divided into 4 groups: group OS, submitted to sham operation and oral administration of distilled water during 4 days; group OSD200, also submitted to sham operation and ingestion of 200 mg of extract/Kg of animal for the same period of time; group HP, which underwent 70% hepatectomy after 4 days of distilled water administration; and group HPD200, which underwent 70% hepatectomy after 4 days of oral administration of 200 mg of extract/Kg of animal. Alkaline phosphatase, total bilirubin and the serum level of

  2. Traça Tuta absoluta (Meyrick em cultivares de tomateiro tratadas com extratos aquosos de Trichilia pallida Swartz Tuta absoluta (Meyrick on tomato cultivars treated with aqueous extracts of Trichilia pallida Swartz

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Djair Vendramim

    2001-09-01

    Full Text Available A traça Tuta absoluta (Meyrick é atualmente uma das principais pragas do tomateiro no Brasil. Com o objetivo de obter um método de controle eficiente e não poluente, avaliou-se a atividade dos extratos aquosos de folhas e ramos de Trichilia pallida Swartz associados a duas cultivares de tomateiro (Santa Clara e IPA-5 sobre essa praga. Acompanhou-se o desenvolvimento do inseto em folhas de cada uma das cultivares previamente submersas nos extratos a 1% de concentração, avaliando-se a duração e viabilidade das fases larval e pupal e o peso de pupas. A cultivar IPA-5 provocou alongamento da fase larval e, quando associada aos extratos de folhas e de ramos, reduziu a viabilidade pupal do inseto. Os extratos de folhas e de ramos também alongaram o período larval de T. absoluta, na cultivar Santa Clara. O extrato de folhas foi mais prejudicial ao desenvolvimento da traça do que o extrato de ramos dessa planta, reduzindo a viabilidade larval em ambas as cultivares.The tomato pinworm Tuta absoluta (Meyrick is one of the main tomato pests in Brazil. With the objective of obtaining an efficient and not pollutant method of control, the activity of aqueous extracts of Trichilia pallida Swartz leaves and twigs on this pest was studied associated to the tomato cultivars Santa Clara and IPA-5. The development of the insect was observed on leaves of each cultivar, previously treated with extracts at 1% of concentration. Length and viability of larval and pupal stages and pupal weight were evaluated. The larval period of the insect was more prolonged on 'IPA-5' and, when associated with leaf and twig extracts, reduced pupal viability. Leaf and twig extracts also prolonged the larval stage in 'Santa Clara'. The leaf extract affected more negatively the insect development than the twig extract, reducing larval viability on both cultivars.

  3. Atividade antibacteriana in vitro e in vivo de Schinus terebinthifolius Raddi no controle da mastite bovina

    OpenAIRE

    Faccin, ângela

    2013-01-01

    O interesse científico pela fitoterapia levou ao desenvolvimento de pesquisas baseadas nas práticas populares. Este trabalho teve como objetivo avaliar a atividade antibacteriana do extrato hidroalcoólico e óleo essencial das folhas e frutos de Schinus terebinthifolius Raddi em dois estádios fenológicos frente a bactérias relacionadas a mastite bovina, além de testar um extrato da planta, com ação antibacteriana, para ser utilizado na antissepsia da ordenha. A dissertação está apresentada em ...

  4. Medicinal plant extracts on the control of Diabrotica speciosa (Coleoptera: Chrysomelidae Extratos de plantas medicinais no controle de Diabrotica speciosa (Coleoptera: Chrysomelidae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    F.S. Barbosa

    2013-01-01

    Full Text Available The aim of this study was to evaluate the insecticidal effect of aqueous, alcoholic, and oil extracts from leaves of eight medicinal plants against Diabrotica speciosa prepared at five concentrations. The extracts that used commercial soybean oil as solvent showed the highest D. speciosa mortality due to the solvent itself, regardless of the used plants and their concentrations. Thus, commercial soybean oil was discarded as solvent since at these volumes it would cause serious phytotoxicity problems. After 24 hours of exposure of the pest to the extracts, the highest D. speciosa mortality values were observed for Copaifera langsdorfii and Chenopodium ambrosioides extracts, both in 5% alcohol, and Artemisia verlotorum, in 10% water. However, in the last mortality assessment (48 h, C. langsdorfii extract in 5% alcohol showed higher mortality of this pest, followed by C. ambrosioides extract in 5% alcohol, compared to the remaining plants.O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito inseticida de extratos aquosos, alcoólicos e oleosos de folhas de oito plantas medicinais contra Diabrotica speciosa preparadas em cinco concentrações. Os extratos que utilizaram óleo de soja comercial como solvente apresentaram as maiores mortalidades de D. speciosa em função do próprio óleo, independentemente das plantas utilizadas em suas concentrações. Sendo assim, o óleo de soja comercial foi descartado como solvente, pois nestes volumes acarretaria sérios problemas de fitotoxidade. Após 24 horas de exposição da praga aos extratos, os maiores valores de mortalidade de D. speciosa foram observados nos extratos de Copaifera Langsdorfii e de Chenopodium ambrosioides, ambos em álcool 5%, e de Artemisia verlotorum, em água 10%. Entretanto, na última avaliação de mortalidade (48 h, o extrato de C. langsdorfii em álcool a 5% apresentou maior mortalidade dessa praga, seguida pelo extrato alcoólico a 5% de C. ambrosioides comparada às demais plantas.

  5. Atividade hepatoprotetora do extrato alcoólico da Camellia sinensis (L. Kuntze (chá-verde em ratos Wistar tratados com dietilnitrosamina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wanderlei Onofre Schmitz

    Full Text Available O chá-verde (Camellia sinensis (L. Kuntze é utilizado por suas propriedades: antioxidante, quimioprotetora e antiinflamatória em varias situações patológicas, principalmente frente a compostos químicos cancerígenos. Para tanto se avaliou o efeito hepatoprotetor do extrato de chá verde (ECV sobre a lipoperoxidação e necrose provocada pelo agente cancerígeno Dietilnitrosamina (DEN no fígado de ratos machos Wistar. Os ratos foram expostos a dose única de 200 mg/kg de DEN via intra peritoneal e tratados por via oral de 120 mg/kg de ECV em diferentes momentos experimentais. Após 24 h em relação a exposição ao DEN, os animais foram sacrificados sendo avaliado: os níveis de AST/ALT no plasma, a lipoperoxidação por quantificação de TBARS e FOX no fígado e a ocorrência de necrose e hemorragia hepática através do estudo histopatológico. A ação quimioprotetora e a diminuição da lipoperoxidação foram verificadas pela diminuição das transaminases, TBARS, FOX e redução da necrose hepática. A avaliação confirmou a importância de se utiliza o chá verde como agente quimioprotetor, principalmente na forma preventiva.

  6. Efeito de extratos aquosos de Azadirachta indica, Melia azedarach e Aspidosperma pyrifolium no desenvolvimento e oviposição de Plutella xylostella Effect of aqueous extracts of Azadirachta indica (A. Juss, Melia azedarach (L. and Aspidosperma pyrifolium (Mart. on the development and oviposition of Plutella xylostella (L. (Lepidoptera: Plutellidae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adalci Leite Torres

    2006-01-01

    Full Text Available Foram avaliados a CL50 e o efeito de extratos aquosos de plantas na biologia, oviposição e período embrionário de Plutella xylostella L. (Lepidoptera: Plutellidae. Para determinação da CL50 foram utilizadas concentrações entre 0,03 e 0,8 % para amêndoas de Azadirachta indica (A. Juss. 0,5 e 7,0 % para casca de Aspidosperma pyrifolium (Mart. e 0,5 e 12,5 % para frutos de Melia azedarach (L., obtendo-se as CL50 de 0,06; 2,17 e 2,90%, respectivamente. Verificou-se que os extratos aquosos de todas as espécies vegetais afetaram o desenvolvimento do inseto, principalmente na fase larval. Na fase de pupa, os extratos reduziram a massa e a viabilidade. Houve deformação de adultos para os extratos de A. pyrifolium e M. azedarach e o de A. indica causou maior porcentagem. Todos os extratos possuem efeito tóxico para ovos de P. xylostella, sendo dependente do aumento da concentração. Nos extratos da casca de A. pyrifolium, do fruto de M. azedarach e da amêndoa de A. indica observa-se ação ovicida quando usados na concentração letal de lagartas de primeiro ínstar da praga. Em observações do ovo de P. xylostella com auxílio de um microscópio eletrônico de varredura, verificou-se a existência de microporos onde pode ocorrer a penetração do produto ovicida, além da constatação da textura rugosa da casca do ovo que pode reter ou fixar os extratos.The effects of aqueous extracts of plants on the biology, preference for oviposition and embryonic period of Plutella xylostella were evaluated. Concentrations between 0.03 and 0.8 % for kernel of Azadirachta indica, 0.5 and 7.0% for peel of Aspidosperma pyrifolium and 0.5 and 12.5% for fruits of Melia azedarach were used, with LC50 values of 0.06; 2.17 and 2.90%, respectively, being obtained. It was verified that the aqueous extracts of all of the appraised vegetable species affected the development of the insect, mainly in the larval phase. In the pupae phase, the extracts reduced the

  7. Avaliação do efeito mutagênico do extrato hidroalcoólico bruto, por meio de bioensaios in vivo e prospecção fitoquímica de Cecropia glaziovii Sneth (embaúba, Cecropiaceae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Victor S. Stange

    Full Text Available O gênero Cecropia é conhecido popularmente por "embaúba" e apresenta várias espécies medicinais, sendo que estudos com a espécie C. glaziovii Sneth indicam que o extrato aquoso apresenta efeitos broncodilatador, anti-hipertensivo e antidepressivo, provavelmente, atribuídos às catequinas, procianidinas e flavonóides. O presente estudo objetivou avaliar os potenciais efeitos tóxico, citotóxicos, clastogênicos e aneugênicos do extrato bruto hidroalcoólico de folhas de C. glaziovii, por meio da dose letal média (DL50, da análise de micronúcleo em células de medula óssea de roedores e do teste com Allium cepa e realizar a prospecção fitoquímica. Os resultados demonstraram que as concentrações testadas não causaram toxicidade aguda, nem apresentaram atividade clastogênica e aneugênica, sugerindo que o extrato de C. glaziovii não interferem na divisão celular. A prospecção fitoquímica indicou a presença de taninos, flavonóides, fenóis, antraquinonas, cumarinas, catequinas, proteínas, açúcares redutores, depsídeos/depsidonas e triterpenos. Mesmo assim, esses resultados não prescrevem o consumo terapêutico da espécie, sem continuidade da sua avaliação e do cumprimento de todas as etapas pré-clínicas e clínicas.

  8. Avaliação da atividade de indutores de resistência abiótica, fungicida químico e extratos vegetais no controle da podridão-negra em Abacaxi 'Pérola' Activity evaluation of abiotic resistance inducers, chemical fungicide and natural plant extracts on black rot of pineapple, cv. pérola

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mônica Danielly de Mello Oliveira

    2009-03-01

    Full Text Available A podridão-mole ou podridão-negra, causada pelo fungo Chalara paradoxa (De Seyn. Sacc., é uma doença de pós-colheita que pode ser responsável por perdas elevadas, tanto em frutos para consumo in natura, quanto naqueles destinados à indústria de processamento. O corte do pedúnculo e ferimentos na casca do fruto favorecem a infecção. O objetivo do presente trabalho foi avaliar o efeito de indutores de resistência abiótica, fungicida e extratos vegetais no controle da podridão-negra em abacaxi. Os isolados foram obtidos de frutos coletados no município de Santa Rita, Paraíba, que apresentaram sintomas da doença. Utilizaram-se 32 frutos de cv. 'Pérola', lavados em água corrente e desinfestados com hipoclorito de sódio (produto comercial a 4,0%, por cinco minutos. Após secagem em temperatura ambiente, os frutos foram pulverizados com os tratamentos: 1 ADE (água destilada esterilizada; 2 Derosal; 3 BION® (Acibenzolar-S-Methyl; 4 Ecolife® (Quinabra; 5 Agro-Mos® (mananoligossacarídeo fosforilado; 6 extrato de alho a 20%; 7 extrato de cebola a 20%, e 8 extrato de nim a 20%. Os frutos tratados permaneceram em câmara úmida por 24 horas, antes da inoculação com um disco de micélio (6mm do fungo, incubado em BDA a 25±2ºC e fotoperíodo de 12 horas e colocado sobre um ferimento na região da casca. A avaliação do progresso da doença foi realizada seguindo-se escala de notas, onde: 1 - Ausência de sintomas; 2 - Podridãonegra em área da casca equivalente a 1-5 frutilhos; 3 - Podridão-negra em área da casca equivalente a 6-10 frutilhos; 4 - Podridão inicial da polpa com coloração pardo-amarelada; 5 - Podridão e desintegração da polpa atingindo área superior a 50% do fruto. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado, com oito tratamentos e quatro repetições, utilizando os modelos lineares generalizados com distribuição multinomial, sendo as médias comparadas pelo teste de Scott-Knott, a 5% de

  9. Bioatividade de extratos hidroalcoólicos de Cymbopogon citratus (DC. Stapf. sobre picão-preto (Bidens pilosa L. e alface (Lactuca sativa L. Bioactivity of hydroalcoholic extracts of Cymbopogon citratus (DC. Stapf. on germination and early growth of beggartick (Bidens pilosa L. and lettuce (Lactuca sativa L.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    L.L. Lousada

    2012-01-01

    Full Text Available Este trabalho visou avaliar a bioatividade de extratos hidroalcoólicos de capim-limão sobre germinação e crescimento inicial da planta daninha picão-preto (Bidens pilosa L. e da planta teste alface (Lactuca sativa L.. A partir de maceração hidroalcoólica de folhas secas e rasuradas (127,46 g de capim-limão em 1L de álcool de cereais (70%, foram preparados os tratamentos como extratos hidroalcoólicos (HA pela diluição (v/v do macerado filtrado em água deionizada na proporção 1:1 (HA1:1 e 1:2 (HA1:2; dos quais foram obtidos os respectivos extratos secos (ES, a partir da evaporação da fase líquida de duas alíquotas de 50 mL de cada extrato HA, que após re-suspendidas em igual volume de água, sendo uma autoclavada (1 atm por 15 minutos, resultando nos extratos secos de HA1:1 e HA1:2 autoclavados (ES1:1A e ES1:2A e nos extratos secos não autoclavados (ES1:1 e ES1:2; e água (AG como controle. No primeiro dia dos bioensaios, foram aplicados 2 mL dos tratamentos, em DIC, com cinco repetições. Avaliou-se a porcentagem de germinação (G%, Índice de Velocidade de Germinação (IVG, altura da parte aérea (AA e comprimento de radícula (CR de aquênios (25 de picão-preto e de alface distribuídos em placas de Petri e mantidos em câmara de germinação (B.O.D. por duas semanas. Os extratos HA1:1 e HA1:2 inibiram a G%, AA e CR das duas espécies. Todos os extratos secos reduziram a G%, IVG e o CR da alface. Para o picão preto, apenas o extrato ES1:1 reduziu a G% e o IVG foi reduzido por todos os extratos, a exceção do ES1:1A, mas nenhum extrato influenciou o crescimento inicial desta espécie.This study aimed to evaluate the bioactivity of hydroalcoholic extract of lemongrass on the germination and early growth of the weed plant beggartick (Bidens pilosa L. and the test plant lettuce (Lactuca sativa L.. From the hydroalcoholic maceration of dried and cut leaves of lemon grass (127.46 g in 1 L grain alcohol (70%, the following

  10. Fungitoxicidade dos extratos vegetais e do óleo essencial de Lippia gracilis Schauer sobre o fungo Monosporascus cannonballus Pollack e Uecker

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Cristina Borges Fernandes

    2015-06-01

    Full Text Available Alecrim da Chapada (Lippia gracilis Schauer é considerada uma planta rica em óleo essencial e possui atividade antimicrobiana comprovada, devido aos monoterpenos fenólicos carvacrol e timol. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito in vitro do óleo essencial e dos extratos etanólicos de raízes e folhas de L. gracilis no controle do fungo Monosporasccus cannonballus, causador do colapso do meloeiro. O extratos foram testados nas concentrações de 2500, 5000 e 7500 ppm e o óleo essencial de L. gracilis foi avaliado nas concentrações 255, 340 e 425 ppm tendo também um controle positivo com o fungicida comercial Captan(r e um negativo apenas com meio BDA (batata, dextrose, ágar. Discos de micélio com 3 mm de diâmetro foram inoculados no centro de placas de Petri e as medições do crescimento micelial do fungo foram realizadas 48 horas após a montagem do experimento. Verificou-se que o óleo essencial de L. gracilis nas três concentrações testadas foi eficiente para o controle do fungo, com percentuais de inibição de 100%, em comparação ao tratamento com o controle negativo (0% que não apresentou inibição. O extrato radicular, nas concentrações de 5000 e 7500 ppm e o extrato foliar na concentração de 7500 ppm também proporcionaram um percentual de inibição de 100%.

  11. Fungitoxidade in vitro de extratos vegetais sobre Exserohilum turcicum (Pass Leonard & Suggs In vitro fungitoxicity of plant extracts on Exserohilum turcicum (Pass Leonard & Suggs

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    C.R Scapin

    2010-03-01

    Full Text Available A helmintosporiose, causada pelo fungo Exserohilum turcicum, é uma das principais doenças do milho-pipoca cultivado no Brasil. Devido às características da cultura, como porte da planta, extensão da área de plantio e rentabilidade econômica, o emprego de resistência genética e controle químico têm sido as principais formas de controle da doença. O emprego de agrotóxicos na agricultura tem levado riscos à saúde humana e freqüentes danos ao meio ambiente. Assim, na busca de métodos alternativos para o controle da helmintosporiose foi avaliado o efeito fungitóxico dos extratos vegetais das plantas Achillea milefollium (mil-folhas, Cymbopogon citratus (capim-limão, Artemisia camphorata (cânfora e Rosmarinus officinalis (alecrim no crescimento micelial de E. turcicum, em dois meios de cultura (BDA - batata-dextrose-ágar; e LCH - lactose caseína hidrolisada. Os extratos de alecrim e cânfora foram os que apresentaram maior inibição do crescimento micelial nos dois meios de cultura, enquanto que os extratos de mil-folhas e capim limão estimularam o crescimento micelial em meio LCH.Helminthosporiose is caused by the fungus Exserohilum turcicum and represents one of the main diseases in popcorn grown in Brazil. Due to its characteristics, such as plant size, planting area extension and economic profitability, the use of genetic resistance and chemical control has constituted the main procedure against such disease. The use of pesticides in agriculture has resulted in risks to the human health and frequent damages to the environment. Thus, the fungitoxic effect of plant extracts of Achillea millefolium (yarrow, Cymbopogon citratus (lemon grass, Artemisia camphorata (camphor and Rosmarinus officinalis (rosemary on the mycelial growth of E. turcicum was evaluated by using two culture media (PDA - potato dextrose agar, and LCH - lactose-casein hydrolysate in order to set alternative methods for controlling helminthosporiose. Rosemary

  12. Avaliação do potencial antioxidante frente à oxidação lipídica e da toxicidade preliminar do extrato e frações obtidas das frondes de Dicksonia sellowiana (Presl.) Hook

    OpenAIRE

    OLIVEIRA,V. B.; ZUCHETTO,M.; PAULA,C. S.; VERDAM,M. C. S.; CAMPOS,R.; DUARTE,A. F. S.; MIGUEL,M. D.; MIGUEL,O. G.

    2015-01-01

    RESUMOA espécie Dicksonia sellowiana, conhecida popularmente como xaxim, é uma samambaia natural do continente americano e encontrada no Brasil na Mata Atlântica. Em 2001 foi inserida na lista do IBAMA como espécie ameaçada de extinção em decorrência da exploração para a confecção de vasos para a jardinagem. O presente trabalho descreve o potencial antioxidante lipídico (TBARS e Sistema β-caroteno/ácido linoleico) do extrato bruto e frações obtidos através de aparato de Soxhlet de fronde...

  13. Efeito da safra vitícola na composição da uva, do mosto e do vinho Isabel da Serra Gaúcha, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rizzon Luiz Antenor

    2006-01-01

    Full Text Available Entre os fatores que interferem na composição e na qualidade do vinho, destaca-se a safra vitícola, com suas variações climáticas. Com este objetivo, avaliou-se o efeito das safras de 1999, 2000 e 2001 na composição da uva, do mosto e do vinho Isabel da Serra Gaúcha. Nesse sentido, foram selecionados vinte e dois produtores de uva Isabel de onze municípios dessa região. Por ocasião da maturação, para as avaliações da uva e do mosto e a elaboração das microvinificações, foram colhidos 60kg de uva de cada viticultor. A safra vitícola interferiu significativamente no peso do cacho e da baga, mas não alterou a relação peso da ráquis/peso do cacho. No mosto, observaram-se diferenças em todas as variáveis, exceto para a relação degreesBrix/acidez total. No vinho, teve efeito na maior parte das variáveis avaliadas, com exceção aos cátions K, Mn, Cu e Rb. Em geral, a safra de 1999 foi a melhor, pois apresentou parâmetros mais adequados de acidez total, extrato seco, extrato seco reduzido, alcalinidade das cinzas, taninos, antocianinas e glicerol, variáveis essas que determinam a estrutura e a cor dos vinhos, importantes fatores para sua qualidade.

  14. Alelopatia de extratos de diferentes órgãos de mulungu na germinação de alface Allelopathy of extracts of different organs of coral tree on the germination of lettuce

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andreya K Oliveira

    2012-09-01

    Full Text Available O mulungu (Erythrina velutina é uma árvore de crescimento rápido, com propriedades medicinais. O objetivo no presente trabalho foi avaliar o efeito alelopático do extrato aquoso de sementes, flores e cascas de mulungu na germinação e desenvolvimento de plântulas de alface cv. Mônica SF FI. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado com sete tratamentos [extrato de sementes a 100°C, extrato de sementes a 25°C, extrato de cascas a 100°C, extrato de cascas a 25°C, extrato de flores a 100°C, extrato de flores a 25°C e água destilada (testemunha] com quatro repetições. Os extratos obtidos de sementes, independente da temperatura de extração reduziram a porcentagem e velocidade de germinação de sementes de alface e afetaram o desenvolvimento das plântulas. Os demais extratos não afetaram a germinação, mas causaram o aparecimento de plântulas anormais e mortas. Os extratos aquosos de sementes de mulungu têm potencial alelopático sobre as sementes de alface cv. Mônica SF FI.The coral tree (Erythrina velutina is a fast growing tree with medicinal properties. The aim of this study was to evaluate the allelopathic effects of aqueous extract of seeds, flowers and bark of coral tree on seed germination and seedling development of lettuce cv. Mônica SF FI. The experimental design was completely randomized with seven treatments [seed extract at 100°C, seed extract at 25°C, bark extract at 100°C, bark extract at 25°C, flower extract at 100°C, flower extract at 25°C and distilled water (control] with four replications. The extracts of seeds, independent of the extraction temperature decreased the percentage and speed of germination of lettuce and affected the development of the seedlings. The other extracts did not affect germination, but caused the appearance of abnormal seedlings and dead. The aqueous extract of seeds of coral tree has allelopathic potential in the seeds of lettuce cv. Mônica SF FI.

  15. Avaliação do efeito mutagênico do extrato hidroalcoólico bruto, por meio de bioensaios in vivo e prospecção fitoquímica de Cecropia glaziovii Sneth (embaúba), Cecropiaceae

    OpenAIRE

    Stange, Victor S.; Gomes, Tarsila D. U. H.; Andrade, Marcieni A. de; Batitucci, Maria do Carmo P.

    2009-01-01

    O gênero Cecropia é conhecido popularmente por "embaúba" e apresenta várias espécies medicinais, sendo que estudos com a espécie C. glaziovii Sneth indicam que o extrato aquoso apresenta efeitos broncodilatador, anti-hipertensivo e antidepressivo, provavelmente, atribuídos às catequinas, procianidinas e flavonóides. O presente estudo objetivou avaliar os potenciais efeitos tóxico, citotóxicos, clastogênicos e aneugênicos do extrato bruto hidroalcoólico de folhas de C. glaziovii, por meio da d...

  16. MECANISMOS DE AÇÃO DO EXTRATO AQUOSO DE Piper amalago EM CÉLULAS MERISTEMÁTICAS DE Lactuca sativa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thammyres de Assis Alves

    2017-01-01

    Full Text Available Para manutenção da segurança alimentar o uso de agrotóxicos tem aumentado em todo o mundo, sendo o Brasil o seu maior consumidor desde 2009. Porém, os danos ambientais e à saúde humana, causados por essas substâncias sintéticas, tem provocado preocupações. Uma forma de amenizar o uso dos agrotóxicos é substituí-los totalmente ou em partes por compostos naturais, encontrados em plantas. Piper amalago é uma espécie que possui diferentes compostos químicos em sua constituição, tais como: alcaloides, amidos, terpenos e esteroides, o que determina nas suas diferentes atividades biológicas. Em virtude da sua constituição química, essa espécie é indicada para estudos de alelopatia. Assim, o presente trabalho objetivou avaliar o potencial mutagênico do extrato aquoso de P.  amalago através de bioensaio em Lactuca sativa. Para isso, análises de fitotoxicidade e citotoxicidade foram realizadas. Os dados obtidos foram submetidos ao teste de Dunnett com 5% de significância. Os resultados demonstram o potencial mutagênico do extrato aquoso de P. amalago em L. sativa, bem como, seus mecanismos de ação: clastogênicos e aneugênicos.

  17. Atividade antifúngica e cinética de morte microbiana de extratos obtidos de Streptomyces spp. isolados de solos paraibanos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thompson Lopes de Oliveira

    Full Text Available Foram coletadas sessenta e oito amostras em diferentes solos paraibanos, com o isolamento de quarenta e nove cepas de Streptomyces spp. Após triagem antimicrobiana, por meio da técnica de difusão em meio sólido com blocos de agar, foram preparados os extratos dos microrganismos produtores de metabólitos bioativos, respectivamente cepas SP1 e SP3, e em seguida avaliados quanto a atividade antifúngica frente a espécies de fungos filamentosos de origem clínica e ATCC. O antagonismo foi determinado através dos ensaios de difusão com discos em meio sólido, microdiluição e cinética de morte microbiana. Os halos de inibição obtidos a partir dos extratos Sp-1 e Sp-3 apresentaram efeito antagônico com valores superiores aos halos de inibição promovidos pela droga controle, frequentemente utilizada na terapêutica antifúngica. Os resultados das concentrações inibitórias mínimas na microdiluição foram expressivos com valores fungicidas variando entre 10 mg e 0,078125 mg. Na cinética de morte microbiana, as atividades dos extratos Sp-1 e Sp-3 resultaram em dados estatisticamente significativos frente às cepas testes.

  18. Validação de método analítico para doseamento de flavonoides totais em cápsulas contendo extrato seco de Passiflora incarnata L.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Ziliotto

    2012-08-01

    Full Text Available Este trabalho teve como objetivo desenvolver e validar metodologia analítica por espectrofotometria no UV para a quantificação de flavonóides totais, expressos em vitexina, em cápsulas contendo extrato seco de Passiflora incarnata L. O método foi desenvolvido a partir da metodologia de doseamento de flavonóides totais descrita na monografia do extrato seco de P. incarnata L, disponível na Farmacopeia Britânica (2010. A validação da metodologia analítica de doseamento foi realizada de acordo com a Anvisa RE N° 899/2003 e diretrizes da International Conference on Harmonization. O método mostrou-se seletivo, pois não houve interferência dos adjuvantes na leitura das absorbâncias nas soluções analisadas. Apresentou coeficiente de correlação linear (r de 0,9999, confirmando a linearidade do método. Os valores de desvio padrão relativo, obtidos tanto para precisão, nos níveis de repetibilidade e precisão intermediária, quanto para exatidão não excederam o máximo de 15% determinado nos critérios de aceitação para métodos bioanalíticos, considerando a complexidade da matéria-prima vegetal.

  19. Extrato de casca de café, óleo essencial de tomilho e acibenzolar-S-metil no manejo da cercosporiose-do-cafeeiro Coffee berry husk extract, thyme essential oil and acibenzolar-S-methyl in the control of brown eye spot of coffee tree

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Borges Pereira

    2008-10-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de concentrações de extrato de casca de café, óleo essencial de tomilho e acibenzolar-S-metil na germinação, no crescimento micelial e no desenvolvimento in vivo de Cercospora coffeicola, além de caracterizar a eficiência deles como indutores de resistência, e determinar a atividade da enzima peroxidase e o acúmulo de lignina nos tecidos de cafeeiro. O extrato de casca de café não afetou a germinação, entretanto, inibiu o crescimento micelial proporcionalmente ao aumento das concentrações. O óleo essencial de tomilho inibiu a germinação e o crescimento micelial com o aumento das concentrações. O extrato de casca de café e o acibenzolar-S-metil não afetaram a germinação nem o desenvolvimento dos tubos germinativos, diferentemente do óleo essencial de tomilho. Mudas tratadas com acibenzolar-S-metil, extrato de casca de café e óleo essencial de tomilho, apresentaram picos de atividade da peroxidase aos 2 e 11, 7 e 11 e, 2 e 9 dias após a aplicação dos tratamentos, respectivamente. Os tratamentos não diferiram quanto à concentração de lignina. Extrato de casca de café e acibenzolar-S-metil induziram resistência em mudas de cafeeiro contra C. coffeicola e o óleo essencial de tomilho apresentou efeito tóxico ao patógeno.The objective of this work was to assess the effect of the coffee berry husk extract, thyme essential oil and acibenzolar-S-methyl on the germination and micelial growth and on in vivo development of Cercospora coffeicola, and to characterize their efficiency as resistance inducers in coffee plants, and to determine the peroxidase activity and lignin accumulation in tissues of coffee tree. The coffee berry husk extract presented no toxic effect on germination; however, it inhibited the mycelial growth proportionally to the increase of the concentrations. The thyme essential oil inhibited the germination and the mycelial growth with the increase of

  20. Bebidas saborizadas obtidas de extratos de quirera de arroz, de arroz integral e de soja Flavored drinks obtained from extracts of broken rice and brown rice

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Manoel Soares Soares Junior

    2010-04-01

    Full Text Available Conduziu-se este trabalho, com o objetivo de desenvolver bebidas elaboradas com extratos de quirera de arroz e de arroz integral e comparar as características químicas e sensoriais destas com bebida elaborada com extrato de soja. Utilizou-se um delineamento inteiramente casualisado, com três tratamentos (bebidas de extrato de quirera de arroz, extrato de arroz integral e extrato soja. As seguintes análises foram realizadas: umidade, cinzas, proteínas, lipídios, carboidratos totais, valor energético, cálcio, magnésio, cobre, manganês, ferro e zinco. Também determinou-se a aceitabilidade e a intenção de compra. A bebida elaborada com o extrato de soja contém maiores teores de cinzas, proteínas, lipídeos e minerais em relação ao extrato de quirera de arroz, que possui o maior teor de carboidratos e valor energético. Todas as bebidas obtiveram boa aceitação, com intenção de compra pela população entrevistada acima de 95%, sendo que mais de 99% dos provadores comprariam a bebida elaborada com o extrato de arroz integral (tratamento de maior aceitação. As bebidas elaboradas com extrato de arroz integral ou de quirera de arroz são uma alternativa viável para as pessoas que possuam intolerância à lactose do leite de origem animal e/ou alergia às proteínas da soja.The aim of this work was to develop drinks based on extracts of broken rice and brown rice and to compare their chemical and sensory characteristics with a drink made of soy extract. A totally randomized design was applied, with three treatments (broken rice extract, brown rice extract and soy extract drinks. The following analyses were performed: moisture, ash, protein, lipids, total carbohydrates, caloric value, calcium, magnesium, copper, manganese, iron and zinc, besides the determination of consumer acceptability and buying intention. The soy-based drink has the highest ash, protein, lipids and mineral contents when compared to broken rice extract, which in

  1. Efeito da catuama® na sintomatologia da síndrome da ardência bucal: ensaio clínico, randomizado, duplo-cego, placebo-controlado

    OpenAIRE

    Spanemberg, Juliana Cassol

    2011-01-01

    A síndrome da ardência bucal (SAB) é uma doença de etiopatogenia desconhecida, caracterizada pela sensação de queimação e ardência na mucosa bucal, que se apresenta clinicamente normal. Fármacos antidepressivos, benzodiazepínicos e antipsicóticos são as opções terapêuticas mais utilizadas no tratamento da SAB. Estudos têm demonstrado que o fitoterápico Catuama® , composto por quatro extratos de plantas medicinais (Paullinia cupana, Trichilia catigua, Zingiber officinalis e Ptychopetalum olaco...

  2. Análise fitoquímica e atividade antimicobacteriana de extratos metanólicos de Jacaranda cuspidifolia Mart. (Bignoniaceae Phytochemical analysis and antimycobacterial activity of methanol extracts from Jacaranda cuspidifolia Mart. (Bignoniaceae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    A.L.A. Arruda

    2012-01-01

    Full Text Available Jacaranda cuspidifolia Mart., conhecida popularmente como "caroba", "jacarandá" ou "bolacheira", é utilizada medicinalmente para o tratamento da sífilis e da gonorréia. A atividade antimicobacteriana dessa espécie foi avaliada em ensaios in vitro com os extratos metanólicos das cascas e folhas, segundo o Método Analítico Alamar Blue (MABA. Os valores de concentração inibitória mínima para os extratos metanólicos das cascas e das folhas de J. cuspidifolia foram iguais a CIM = 250 μg mL-1 para ambos os extratos. A análise fitoquímica, por Cromatografia em Camada Delgada de gel de sílica, dos extratos metanólicos das cascas e folhas revelou a presença de taninos, flavonóides, terpenos, cumarinas e esteróides. A análise dos perfis dos extratos metanólicos por Cromatografia Líquida de Alta Eficiência de Fase Reversa registrou a presença de compostos fenólicos derivados do verbascosídeo sugerindo a provável responsabilidade pela ação antimicobacteriana.Jacaranda cuspidifolia Mart., popularly known as "caroba", "jacaranda" or "bolacheira", is used as medicine for the treatment of syphilis and gonorrhea. The antimycobacterial activity of this species was assessed by means of in vitro assays with methanol extracts of barks and leaves according to the Microplate Alamar Blue Assay (MABA. The minimal inhibitory concentration values for methanol extracts of barks and leaves from J. cuspidifolia were MIC = 250 μg mL-1 for both extracts. Phytochemical analysis, by Thin Layer Chromatography on silica gel, of methanol extracts of barks and leaves revealed the presence of tannins, flavonoids, terpenes, cumarins and steroids. Analysis of the profiles of methanol extracts by High Performance Liquid Chromatography - Reversed Phase recorded the presence of phenolic compounds derivatives of verbascoside, suggesting their probable responsibility for the antimycobacterial action.

  3. Ação inseticida do extrato de Derris amazonica Killip para Cerotoma arcuatus Olivier (Coleoptera: Chrysomelidae Insecticide action of the extract of Derris amazonica Killip for Cerotoma arcuatus Olivier (Coleoptera: Chrysomelidae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcio Rodrigo Alecio

    2010-12-01

    Full Text Available A abundância e o potencial inseticida de Derris amazonica e a necessidade de controle de Cerotoma arcuatus Olivier (Coleoptera: Chrysomelidae na cultura do feijão-caupi (Vigna unguiculata L. Walp estimularam a realização desta pesquisa, que objetivou avaliar a ação inseticida do extrato de D. amazonica a adultos de C. arcuatus em condições de laboratório. Os bioensaios testaram as vias de intoxicação por ingestão de folhas contaminadas, contato com superfície contaminada e aplicação tópica, com delineamento experimental inteiramente casualizado, com quatro repetições. Os valores de mortalidade e consumo foliar dos insetos foram submetidos à análise de regressão, sendo utilizada a análise de Probit para determinação das CL50, da DL50 e dos TL50. O extrato de D. amazonica, contendo 3,7% de rotenona, foi tóxico para adultos de C. arcuatus via ingestão de folhas contaminadas (CL50=15,14 µL do extrato.mL-1 de água, superfície contaminada (CL50=0,45 µL do extrato.cm-2 e aplicação tópica (DL50=1,44 µL do extrato.g-1 do inseto. Mortalidades de adultos de C. arcuatus superiores a 80% e os menores tempos letais médios foram obtidos na concentração de 5% (v v-1 do extrato em todos os bioensaios. O consumo foliar de adultos de C. arcuatus foi inversamente proporcional a concentração do extrato quando expostos por via de ingestão foliar ou aplicação tópica, sendo inclusive observada inibição da alimentação dos indivíduos. O extrato de D. amazonica é tóxico para C. arcuatus e inibe a alimentação dos insetos a partir da concentração de 1% (v v-1.The abundance and insecticidal potential of Derris amazonica in addition to need of controlling Cerotoma arcuatus for bean crop stimulated this research. The objective of this work was to evaluate insecticide action of the extract of D. amazonica to adults of C. arcuatus in laboratory conditions. The bioassays were carried out using three distend methodologies: leaf

  4. Detecção de capsaicina em extratos dos frutos verdes e maduros de Capsicum baccatum L. pelas metodologias de cromatografia em camada delgada e histoquímica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tamires de Souza RODRIGUES

    2015-01-01

    Full Text Available A pimenta dedo-de-moça (Capsicum baccatum L. é uma espécie utilizada no mundo inteiro pelo seu sabor picante e por possuir inúmeras atividades medicinais. Essas atividades farmacológicas são proporcionadas por um grupo de substâncias presentes, os capsaicinoides, além de taninos, flavonoides, vitamina C, entre outros. Dos capsaicinoides presentes, a capsaicina possui especial importância. O objetivo do presente trabalho foi avaliar a presença da capsaicina nos extratos dos frutos verdes e maduros de Capsicum baccatum L. pelas metodologias de cromatografia em camada delgada e histoquímica. Os extratos foram preparados com acetona. A cromatografia foi realizada com placas de sílica gel G4, eluída com hexano:acetato de etila (60:40 e reveladas com reagente de Dragendorff. A capsaicina pode ser detectada somente no estágio imaturo (verde dos frutos de Capsicum baccatum L. pela metodologia de cromatografia em camada delgada e pelo teste histoquímico.

  5. Avaliação in vitro da atividade antioxidante do extrato hidroalcoólico de folhas de bardana

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriene R. Lima

    Full Text Available A atividade antioxidante do extrato hidroálcoólico de folhas de bardana (EEB, das frações acetato de etila (ACE e hexano (HEX foi avaliada por meio de testes in vitro. O EEB e frações inibiram a peroxidação lipídica em homogeneizado de cérebro de rato, com IC50 de 0,136 ± 0,015; 0,218 ± 0,049 e 0,628 ± 0,092 mg/mL para o EEB, ACE e HEX respectivamente. O EEB, ACE e HEX apresentaram atividade seqüestrante de radicais DPPH, com IC50 de 0,029 ± 0,006; 0,089 ± 0,003 e 0,837 ± 0,160 mg/mL respectivamente. A capacidade antioxidante total do EEB foi significativamente maior (p<0,001 que a das frações sendo de 267,20; 55,49 e 50,02 mM de ácido ascórbico, respectivamente, para o EEB, ACE e HEX. O EEB apresentou 7,88 ± 0,25 % (m/m de compostos fenólicos, que foi significativamente (p<0,001 diferente das ACE e HEX. Os resultados indicam que os extratos analisados apresentam atividade antioxidante, sendo que o EEB foi o mais eficiente. Este é o primeiro trabalho demonstrando a atividade antioxidante de folhas de bardana.

  6. Perfil fitoquímico e determinação da atividade antimicrobiana de Syzygium cumini (L. Skeels (Myrtaceae frente a microrganismos bucais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    N.A.D.E.O. CARTAXO-FURTADO

    2015-01-01

    Full Text Available RESUMO Este estudo teve como objetivo determinar o perfil fitoquímico e avaliar a atividade antimicrobiana in vitro do extrato etanólico da casca do caule de Syzygium cumini(L. Skeels frente a microrganismos bucais. O perfil fitoquímico do extrato foi traçado através da determinação espectrofotométrica quantitativa para verificar o teor de taninos, flavonóides, saponinas e polifenóis. A atividade antimicrobiana foi determinada através da Concentração Inibitória Mínima (CIM, por meio da técnica de microdiluição em caldo, utilizando-se as seguintes linhagens de microrganismos: Streptococcus mutans (25175, Streptococcus oralis (10557 e Candida albicans (10231. Uma quantidade apreciável de fitocontituintes foi observada, especialmente de taninos (100,58 ± 1,81. Os extratos apresentaram atividade antimicrobiana inibindo o crescimento das linhagens em estudo, destacando-se essa atividade sobre o crescimento de C. albicans (CIM=250 µg/mL. Já as CIMs para Streptococcus foram baixas. Diante dos resultados expostos, pode-se concluir que o perfil fitoquímico foi traçado e que, dentre os microrganismos testados, o extrato etanólico da casca de S. cumini apresentou forte potencial de inibição sobre o crescimento de C. albicans e fraca inibição frente aos Streptococcus testados. Este estudo sugere que mais pesquisas devem ser realizadas dando continuidade à bioprospecção, por meio de análises experimentais com essa espécie vegetal, objetivando, no futuro, que essa planta possa ser utilizada clinicamente para tratar candidose bucal.

  7. Antibacterial activity of vegetal extracts against serovars of Salmonella Atividade antibacteriana de extratos vegetais sobre sorovares de Salmonella

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daiane Voss-Rech

    2011-02-01

    Full Text Available in vitro antibacterial activity of 21 hydroethanolic vegetal extracts was assessed against 20 serovars of Salmonella. Regarding the tested extracts, 85.7% of them presented antibacterial activity. The six active extracts which showed activity on the largest number of serovars and the extract of Eucalyptus sp. were submitted to the determination of Minimum Inhibitory Concentration (MIC and Minimum Bactericidal Concentration (MBC. Of these, six extracts showed bacteriostatic and bactericidal activity with MIC and MBC for Punica granatum (pomegranate from 20 and 60mg mL-1, for Eugenia jambolana (rose apple from 40 and 240mg mL-1, Eugenia uniflora (surinam cherry from 80 and 240mg mL-1, Caryophyllus aromaticus (clove from 10 and 60mg mL-1, Psidium araca from 30 and 320mg mL-1 and Eucalyptus sp. from 40 and 160mg mL-1. Achyrocline satureioides (macela presented only bacteriostatic potential and MIC from 160mg mL-1. Caryophyllus aromaticus, Eucalyptus sp., and Psidium araca presented the best results for bactericidal activity, inhibiting, respectively, 84.2%, 42.1%, and 17.6% of Salmonella's serovars. The activity of each extract varied for different serovars; S. London presented resistance to the six extracts in MBC, while S. Pullorum was the most susceptible serovar.A atividade antibacteriana de 21 extratos hidroetanólicos vegetais foi avaliada in vitro frente a 20 sorovares de Salmonella. Dos extratos testados, 85,7% apresentaram atividade antibacteriana. Os seis extratos que evidenciaram atividade sobre o maior número de sorovares e Eucalyptus sp. foram submetidos à determinação da Concentração Inibitória Mínima (CIM e Concentração Bactericida Mínima (CBM. Destes, seis extratos apresentaram atividade bacteriostática e bactericida com MIC para Punica granatum (romã a partir de 20 e 60mg mL-1, Eugenia jambolana (jambolão de 40 e 240mg mL-1, Eugenia uniflora (pitanga de 80 e 240mg mL-1, Caryophyllus aromaticus (cravo de 10 e 60mg mL-1

  8. Análise sazonal do potencial antimicrobiano e teores de flavonoides e quinonas de extratos foliares de Aloe arborescens Mill., Xanthorrhoeaceae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Leite Cardoso

    Full Text Available Este trabalho teve como objetivos avaliar o potencial antimicrobiano e os teores de flavonoides e quinonas de extratos foliares de Aloe arborescens Mill., Xanthorrhoeaceae, produzidos em diferentes épocas do ano. Extratos etanólicos e clorofórmicos foram preparados a partir de folhas, os bioensaios de atividade antimicrobiana foram desenvolvidos pelo método de macrodiluição em caldo, e dosagens de flavonoides e quinonas foram realizadas nos extratos. Todos os extratos apresentaram ação inibitória sobre os microrganismos testados. O extrato clorofórmico de inverno apresentou a menor CIM (128 µg/mL sobre B. subtilis. Os extratos clorofórmicos de inverno, primavera e verão apresentaram maior atividade antimicrobiana em relação ao extrato clorofórmico de outono. O extrato etanólico de inverno apresentou a menor CIM (256 µg/mL e a menor CMM (512 µg/mL sobre K. pneumoniae. Os extratos etanólicos de verão e outono mostraram baixa atividade antimicrobiana. Os teores de quinonas das folhas foram maiores nos períodos mais quentes de coleta (verão e outono, enquanto os teores de flavonoides foram semelhantes nos quatro períodos de coleta.

  9. Avaliação in vitro da atividade antifúngica de extratos de plantas e óleo de eucalipto sobre Trichophyton mentagrophytes In vitro evaluation of the antifungal activity of plant extracts and eucalyptus oil on Trichophyton mentagrophytes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    D.F.R. Frias

    2009-01-01

    Full Text Available O presente estudo teve como objetivo determinar a ação antifúngica de extratos de plantas medicinais e óleo de eucalipto frente ao dermatófito Trichophyton mentagropytes, visando a utilização da fitoterapia no controle. As plantas utilizadas na obtenção dos extratos foram arruda (Ruta graveolens, citronela (Cymbopogon nardus, cravo de defunto (Tagetes minuta, eucalipto (Eucalyptus spp, graviola (Annona muricata, fruta do conde (Annona spp, manga (Mangifera indica, romã (Punica granatum, flores e folhas de primavera (Bougainvillea spectabilis. Verificou-se que uso de 0,5% óleo de eucalipto no combate ao T. mentagropytes foi eficaz, já os extratos de citronela (4% eucalipto (5% e romã (8% atuaram como fungistáticos e os restantes não devem ser usados contra este dermatófito porque não causaram nenhum efeito.The aim of this study was to assess the antifungal action of medicinal plant extracts and eucalyptus oil against the dermatophyte Trichophyton mentagrophytes in order to employ phytotherapy for its control. The plants used for extract production were common rue (Ruta graveolens, citronella (Cymbopogon nardus, wild marigold (Tagetes minuta, eucalyptus (Eucalyptus spp, sweetsop (Annona muricata, custard apple (Annona spp, mango (Mangifera indica, pomegranate (Punica granatum, besides flowers and leaves of bougainvillea (Bougainvillea spectabilis. The use of 0.5% eucalyptus oil was effective in controlling Trichophyton mentagrophytes; however, citronella (4%, eucalyptus (5% and pomegranate (8% extracts acted as fungistatic, and the remaining extracts should not be used against this dermatophyte since they did not have any effect.

  10. Desenvolvimento de forma farmacêutica líquida de uso oral, isenta de substâncias glicogênicas, com extrato fluido de Mikania glomerata Sprengel - Asteraceae (guaco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    N.C. Lubi

    Full Text Available Mikania glomerata Sprengel, Asteraceae (guaco é tradicionalmente empregado como expectorante na forma de infusão, extrato fluido, tintura e xarope. Este trabalho teve como objetivo o desenvolvimento de uma forma farmacêutica líquida, isenta de substâncias glicogênicas, veiculando o extrato fluido desta, como substituto do xarope de guaco para pessoas, que por alguma restrição não possam ingerir sacarose ou açúcar invertido, componente dos xaropes em geral. Desenvolveu-se uma formulação líquida, definindo-se as concentrações de conservantes, agentes umectantes, edulcorantes e flavorizantes, testaram-se polímeros, espessantes usuais em processos tecnológicos, para reproduzir a viscosidade fornecida pelos xaropes. Analisou-se o comportamento reológico e uma avaliação preliminar das características físicas do produto. Dos polímeros testados, o alginato de sódio (1% foi o que apresentou melhores resultados frente aos parâmetros analisados, com comportamento reológico semelhante ao dos fluidos Newtonianos, e pH adequado ao uso oral, além da compatibilidade frente ao extrato fluido de guaco.

  11. Desenvolvimento e estudos de estabilidade de cremes e géis contendo sementes e extratos do bagaço da uva Isabel (Vitis labrusca L.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    JOãO RONALDO N. FERREIRA

    2010-12-01

    Full Text Available No cenário mundial, inúmeras indústrias de cosméticos buscam a inovação, utilizando-se de matérias-primas de origens diversificadas, principalmente oriundas de vegetais, representando uma alternativa de substituição de materiais sintéticos por naturais. Com esse intuito, no presente estudo, realizou-se o desenvolvimento e a avaliação da estabilidade de emulsões e géis contendo extratos e sementes do bagaço da uva Isabel (Vitis labrusca L., uma espécie de uva rica em compostos fenólicos e flavonoides com grande atividade antioxidante. Com isso, buscou-se evidenciar o período em que os produtos mantiveram suas propriedades físico-químicas, frente a variações climáticas forçadas em estudos acelerados, durante o período de armazenamento. Foram preparados cremes contendo 5 e 10% de extrato glicólico do bagaço da uva e géis contendo 10% de sementes trituradas, sendo acondicionados em condições ambientais distintas e avaliados, através de testes físico-químicos, no período de 60 dias. Durante esse período, não foram evidenciados sinais de instabilidade físico-química nos cremes analisados frente às condições testadas. No entanto, o gel apresentou leve alteração da cor e do odor, sugerindo a necessidade de estabilização físico-química de seus constituintes naturais com a adição de antioxidantes. Palavras-chave: Antioxidante. Esfoliante. Estabilidade. Uva Isabel. Vitis labrusca L. ABSTRACT Development and testing of the stability of creams and gels containing extracts of the pomace and seeds of Isabel grapes (Vitis labrusca L. Numerous cosmetic companies around the world seek innovation, using raw materials of various origins, mainly derived from plants, as natural alternatives to synthetic materials. With this in mind, this study was carried out to develop and test the stability of emulsions and gels, respectively containing extracts of pomace and seeds of Isabel grape (Vitis labrusca L., a

  12. Atividade Antimicrobiana de Extratos Etanólicos de Peperomia pellucida e Portulaca pilosa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    LORENA PAULA MERCêS MENDES

    2011-06-01

    Full Text Available As plantas utilizadas na medicina tradicional estão sendo cada vez mais estudadas por serem possíveis fontes de substâncias com atividades antimicrobianas. Dentre elas, destacando-se a Peperomia pellucida (erva-de-jabuti e a Portulaca pilosa (amor-crescido, utilizadas comumente na Amazônia. A P. pellucida é utilizada, popularmente, em casos de hemorragia, como curativo para feridas, dores abdominais, abscessos, acne, furúnculos, cólicas, problemas renais, hipertensão e colesterol, enquanto a P. pilosa é utilizada como hepato-protetor, antidiarreico, diurético, para queimaduras, erisipelas e ferimentos. Neste trabalho, foram realizadas a abordagem fitoquímica e a atividade antimicrobiana in vitro desses dois materiais vegetais. A prospecção fitoquímica revelou a presença de açúcares redutores, fenóis e taninos, esteroides e triterpenoides, glicosídios cardíacos e carotenoides no extrato etanólico seco (EES de P. pillosa, e a presença de proteínas e aminoácidos, fenóis e taninos, flavonoides, esteroides e triterpenoides, azulenos, carotenoides, depsídios e depsidonas no EES de P. pellucida. Para avaliação da atividade antimicrobiana dos extratos etanólicos brutos, foi empregado o método de disco difusão em ágar, nas concentrações de 500; 250; 125 e 62,5 μg/mL. Os extratos testados que apresentaram atividade antimicrobiana na avaliação preliminar foram submetidos à determinação da concentração inibitória mínima (CIM pela técnica de microdiluição em caldo. O extrato de P. pellucida possui atividade antimicrobiana frente a S. aureus e P. aeruginosa, e o de P. pilosa contra Pseudomonas aeruginosa. Palavras-chave: Atividade antimicrobiana. Peperomia pellucida. Portulaca pilosa. Erva-de-jabuti. Amor-crescido. ABSTRACT Antimicrobial Activity of Ethanol Extracts of Peperomia pellucida and Portulaca pilosa Plants used in traditional medicine are under increasing scrutiny as possible sources of substances with

  13. Preferência alimentar de Dione juno juno (Cramer por genótipos de maracujazeiro e avaliação do uso de extratos aquosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lara Fernando Mesquita

    1999-01-01

    Full Text Available Avaliou-se a preferência alimentar de lagartas de Dione juno juno (Cramer por genótipos de maracujazeiro, utilizando-se discos foliares, em condições de laboratório, e lagartas de primeiro e de quarto ínstar, em testes com e sem chance de escolha, com os seguintes materiais: Passiflora alata, P. setacea, P. coccinea, P. cincinnata, P. nitida, e os híbridos P. edulis x P. giberti, P. edulis x P. alata e P. alata2 x P. macrocarpa. Usando-se extrato aquoso de folhas (liofilizado recomposto procurou-se determinar a presença de repelente, estimulante ou deterrente nos genótipos P. edulis e P. alata. Avaliou-se também a técnica de uso de extrato impregnado em discos de papel filtro e de ágar, em várias concentrações. Os resultados evidenciaram que P. alata, P. setacea, P. nitida e P. alata2 x P. macrocarpa são resistentes a D. juno juno e que essa resistência é do tipo não-preferência para alimentação; que folhas de P. alata2 x P. macrocarpa apresentam elevado poder de repelência ao inseto; no extrato de P. alata ocorre algum composto com forte ação repelente ou restringente de alimentação; que para a discriminação da preferência para alimentação de lagartas de D. juno juno por genótipos de maracujazeiro, pode ser utilizado ágar impregnado com 0,04 ml de extrato aquoso de folhas.

  14. Antibacterial activity of plant extracts and phytochemicals on antibiotic-resistant bacteria Atividade de extratos vegetais e fitofármacos sobre bactérias resistentes a antibióticos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gislene G. F. Nascimento

    2000-10-01

    Full Text Available The antimicrobial activity of plant extracts and phytochemicals was evaluated with antibiotic susceptible and resistant microorganisms. In addition, the possible synergistic effects when associated with antibiotics were studied. Extracts from the following plants were utilized: Achillea millifolium (yarrow, Caryophyllus aromaticus (clove, Melissa offficinalis (lemon-balm, Ocimun basilucum (basil, Psidium guajava (guava, Punica granatum (pomegranate, Rosmarinus officinalis (rosemary, Salvia officinalis (sage, Syzygyum joabolanum (jambolan and Thymus vulgaris (thyme. The phytochemicals benzoic acid, cinnamic acid, eugenol and farnesol were also utilized. The highest antimicrobial potentials were observed for the extracts of Caryophyllus aromaticus and Syzygyum joabolanum, which inhibited 64.2 and 57.1% of the tested microorganisms, respectively, with higher activity against antibiotic-resistant bacteria (83.3%. Sage and yarrow extracts did not present any antimicrobial activity. Association of antibiotics and plant extracts showed synergistic antibacterial activity against antibiotic-resistant bacteria. The results obtained with Pseudomonas aeruginosa was particularly interesting, since it was inhibited by clove, jambolan, pomegranate and thyme extracts. This inhibition was observed with the individual extracts and when they were used in lower concentrations with ineffective antibiotics.Foi avaliada a atividade antimicrobiana de extratos vegetais e fitofármacos frente a microrganismos sensíveis e resistentes a antibióticos, bem como observado o possível efeito sinérgico da associação entre antibióticos e extratos vegetais. Foram utilizados os extratos de plantas cujo nomes populares são: tomilho, alecrim, cravo-da-Índia, jambolão, erva cidreira, romã, goiaba, sálvia, manjericão e mil-folhas, e ainda os fitofármacos, ácido benzóico, ácido cinâmico, eugenol e farnesol. Na avaliação da atividade antimicrobiana através do m

  15. O quarto narrador, a midiatização e as narrativas da violência

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Demétrio de Azeredo Soster

    Full Text Available Resumo O artigo observa formatos de narrativa que denominamos “narrativas da violência”. Tratam-se de estruturas sócio-técnico-discursivas de caráter simbólico cuja temática diz respeito a denúncias de violência praticadas contra mulheres, crianças, minorias sociais ou indivíduos integrantes destes extratos sociais. A hipótese é que as “narrativas da violência” são estratégias discursivas midiatizadas por meio das quais os sistemas incorporam irritações de natureza desagregadora, caso dos discursos de violência. Ao fazê-lo, ressemantizam as mesmas, contribuindo para a estabilidade sistêmica e permitindo a emergência de um quarto extrato narrativo a partir da categorização proposta por Genette (1988, na Literatura, e Motta (2013, na Comunicação. A abordagem metodológica é qualitativa (DEMO, 2000; a amostragem analisada, intencional por critério (FRAGOSO; RECUERO; AMARAL, 2011.

  16. Contribuição ao estudo da atividade antifúngica de Maytenus ilicifolia Mart. ex Reiss., Celastraceae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    M. M. Cunico

    Full Text Available Maytenus ilicifolia Mart. ex Reiss, Celastraceae, espinheira-santa, é nativa em muitas partes da América do Sul, sendo encontrada no sul do Brasil. É utilizada no tratamento de gastrite, úlceras e outras desordens do estômago, na forma de decocção das folhas ou extrato liofilizado em cápsulas. Neste trabalho, estudou-se a atividade antifúngica do seu extrato etanólico sobre o crescimento micelial dos fungos fitopatogênicos Colletotrichum acutatum, Fusarium oxysporum e Cylindrocladium spathulatum. Na comparação do crescimento micelial de isolados desses fungos em BDA (Batata Dextrose Agar, adicionados do extrato etanólico da espinheira-santa, foi observado que o mesmo inibiu em mais de 10% o crescimento micelial de Fusarium oxysporum, nas três concentrações avaliadas (0,2; 0,4 e 0,6mg/mL, estimulou o crescimento micelial de Colletotrichum acutatum em mais de 30% na concentração de 0,2mg/mL, e algumas de suas frações inibiram o desenvolvimento de Cylindrocladium spathulatum.

  17. Caracterização fitoquímica do óleo de soja adicionado de extrato de Portulaca oleracea L.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Neuza Jorge

    Full Text Available RESUMO Este trabalho teve como principais objetivos medir o teor de compostos fenólicos totais e a atividade antioxidante do extrato de Portulaca oleracea L., além de avaliar a estabilidade oxidativa e a retenção dos compostos fitoquímicos presentes no óleo de soja adicionado de antioxidantes sintéticos (TBHQ e BHT e naturais (Extrato de Portulaca oleracea L.. Os tratamentos: óleo de soja (OS, óleo de soja adicionado de 100 mg/kg TBHQ (TBHQ, óleo de soja adicionado de 100 mg/kg BHT (BHT e óleo de soja adicionado de 100 mg/kg extrato (Extrato foram submetidos à termoxidação a 180 oC, por cinco horas. O extrato apresentou 99,5 mg EAG/100 g de compostos fenólicos totais e 84,6%, 35,5% e 1,8 µM Trolox/100 g de atividade antioxidante para DPPH, sistema β-caroteno/ácido linoleico e FRAP, respectivamente. A estabilidade oxidativa do tratamento Extrato foi inferior à do TBHQ, que apresentou o maior período de indução (7,6 h. Após aquecimento, os tratamentos TBHQ e Extrato apresentaram maior capacidade de retenção de tocoferóis e fitosteróis, atingindo valores acima de 88 e 87%, respectivamente. Percentagens similares de ácidos graxos poli-insaturados foram encontradas nos tratamentos OS e Extrato. O extrato de beldroega na concentração 100 mg/kg foi capaz de reduzir as alterações sofridas pelo óleo de soja após aquecimento e pode ser utilizado como substituto natural de antioxidantes sintéticos.

  18. Purificação parcial de inibidores de tripsina de sementes de Caesalpinia ferrea e Swartzia polyphylla e o efeito dos extratos protéicos sobre fungos fitopatogênicos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Bariani

    2012-06-01

    Full Text Available Sementes de leguminosas apresentam alta concentração de inibidores de tripsina; estas proteínas estão envolvidas no metabolismo celular e também em mecanismos de defesa vegetal. A fim de confirmar ou não, a possível ação fungicida destas proteínas a partir de extratos de sementes de leguminosas arbóreas, o objetivo deste estudo foi detectar inibidores de tripsina em sementes de Caesalpinia ferrea (CfTI e Swartzia polyphylla (SpTI e testar os extratos contra os fungos fitopatogênicos Colletotrichum guaranicola, Corynespora cassiicola, Fusarium oxysporum e Sclerotium rolfsii, avaliando o crescimento micelial e a esporulação. Para tanto, amostras do material biológico vegetal, sementes finamente pulverizadas, foram submetidas à extração em NaCl 150 mM. Os extratos protéicos foram parcialmente purificados em coluna Sephadex G-100, submetidos à detecção dos inibidores e SDS-PAGE (12,5% e, utilizados nos bioensaios contra os fungos. O perfil eletroforético revelou uma única banda em CfTI e oito bandas em SpTI. Os extratos de C. ferrea e S. polyphylla exibiram efeito na diminuição da esporulação dos fungos testados, mas S. rolfsii foi inibido apenas por C. ferrea. Quanto ao crescimento micelial, os dois extratos tiveram efeito sobre F. oxysporum e S. rolfsii, ao passo que C. guaranicola foi inibido apenas por S. polyphylla, e C. cassiicola por C. ferrea. Concluiu-se que sementes de C. ferrea e S. polyphylla apresentam inibidores de tripsina. Além disso, os resultados sugerem que estas espécies de leguminosas arbóreas são promissoras no que concerne à prospecção de fungicidas naturais, uma vez que os extratos diminuíram o crescimento micelial e a esporulação de C. guaranicola, C. cassiicola, F. oxysporum e S. rolfsii.

  19. Controle da mancha acinzentada da cebola e seu impacto sobre a qualidade de mudas Control of onion leaf blight (Botrytis squamosa and their impact on the seedling quality

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Américo Wordell Filho

    2006-12-01

    Full Text Available O presente trabalho estudou o efeito da adubação química e orgânica, fungicidas, fertilizantes foliares e extratos vegetais sobre a severidade da mancha acinzentada causada por Botrytis squamosa e a qualidade de mudas de cebola. Para tanto, realizou-se um experimento na Epagri/Estação Experimental de Ituporanga, SC, no período de maio a julho de 2005. Em um delineamento experimental de blocos casualizados com quatro repetições, em esquema de parcela sub-dividida, testou-se os seguintes tratamentos (Fator A: a testemunha; b fungicida ciprodinil (75 g i.a./100 L; c fosfito de potássio (00-30-20, 250 mL/100 L; d fertilizante foliar (03-00-16, 400 mL/100 L; e calda bordalesa (0,3%; f calda bordalesa/fosfito de potássio; g extrato da alga Ulva fasciata (0,2%, peso seco: volume; h extrato de cavalinha Equisetum arwense (0,26%; i extrato de Urtiga dióica (0,47%. Os canteiros foram conduzidos com adubação química ou orgânica (Fator B. A área foliar necrosada foi avaliada semanalmente e usada para calcular a área abaixo da curva de progresso da doença (AACPD. O tipo de fertilização não afetou o desenvolvimento da mancha acinzentada, porém a adubação química aumentou o comprimento e o diâmetro do pseudocaule das mudas. Os tratamentos ciprodinil, fosfito de potássio, fertilizante foliar (03-00-16, calda bordalesa e fosfito combinado com calda bordalesa, reduziram significativamente a doença, enquanto que os extratos não foram eficazes.This work studied the effect of mineral and organic fertilization, fungicides, foliar fertilizers and plant extracts on the severity of onion leaf blight caused by Botrytis squamosa and onseedling quality. Field experiment was carried out at Epagri's experimental station in Ituporanga-SC from May to July 2005. In a split-plot design with four replicates the following treatments (factor A were tested: a control; b fungicide ciprodinil (75 g a.i./100 L; c potassium fosfite (00-30-20, 250 mL./100 L

  20. Avaliação de atividades biológicas dos extratos de Rosmarinus officinalis L. (alecrim) e Thymus vulgaris L. (tomilho)

    OpenAIRE

    Oliveira, Jonatas Rafael de [UNESP

    2016-01-01

    No presente estudo foram avaliadas algumas atividades biológicas dos extratos de R. officinalis L. (alecrim) e T. vulgaris L. (tomilho), verificando: I. Atividade antimicrobiana sobre biofilmes monomicrobianos de Candida albicans, Staphylococcus aureus, Enterococcus faecalis, Streptococcus mutans e Pseudomonas aeruginosa e associações de C. albicans com cada uma destas bactérias, após determinação da concentração inibitória mínima (CIM) e concentração microbicida mínima (CMM) sobre culturas p...

  1. Atividade elicitora de fitoalexinas em Soja e Sorgo por extratos e tinturas de espécies medicinais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    J. Matiello

    2013-01-01

    Full Text Available A verificação da capacidade indutora de fitoalexinas a partir de extratos e tinturas de espécies vegetais pode representar uma forma potencial de controle de doenças em plantas cultivadas. O objetivo foi verificar a capacidade de indução de fitoalexinas em cotilédones de Soja e mesocótilos de Sorgo a partir de extratos brutos aquosos (EBAs e tinturas de espécies medicinais. As espécies utilizadas foram as plantas medicinais Arruda (Ruta graveolens, Manjerona (Origanum majorana e Carqueja (Baccharis trimera. Os resultados obtidos mostraram que os EBAs são eficientes na indução de fitoalexinas em cotilédones de Soja. Em mesocótilos de Sorgo os EBAs das plantas medicinais Carqueja e Manjerona induzem a produção de fitoalexinas em concentrações elevadas (15, 20, 25 e 50%. As tinturas são capazes de induzir a produção de fitoalexinas em cotilédones de Soja nas concentrações de 10 e 15%, porém, não são capazes de induzir acúmulo de fitoalexinas em mesocótilos de Sorgo.

  2. Evaluation of the antimicrobial activity of crude extracts and isolated constituents from Chresta scapigera Avaliação da atividade antimicrobiana dos extratos brutos e dos constituintes de Chresta scapigera

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elisandra C. Schinor

    2007-03-01

    Full Text Available Crude extracts and eight isolated compounds from Chresta scapigera were evaluated for antibacterial and antifungal activities by the agar-well diffusion method. Twenty strains, including Gram-positive and Gram-negative bacteria and yeasts were used in the bioassay. Hexane extracts presented the best results while ethanol extracts did not indicate inhibition of the microbial growth. Amongst the evaluated compounds b-amyrin acetate, tiliroside and luteolin showed the strongest antimicrobial effect.Os extratos brutos e oito constituintes isolados de Chresta scapigera foram avaliados para as atividades antibacteriana e antifúngica, utilizando o método de difusão em ágar. Vinte cepas indicadoras, incluindo bactérias (Gram-positivas e Gram-negativas e leveduras, foram utilizadas no bioensaio. Os melhores resultados foram obtidos para os extratos hexânicos, enquanto os extratos etanólicos não inibiram o crescimento microbiano. Acetato de b-amirina, tilirosídeo e luteolina foram os mais eficazes dentre os constituintes avaliados.

  3. Effect of Serjania lethalis ethanolic extract on weed control Efeito do extrato etanólico de Serjania lethalis no controle de plantas daninhas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    P.U. Grisi

    2013-06-01

    Full Text Available The objective of this study was to evaluate the effect of the ethanolic extract of Serjania lethalis leaves and stems on the diaspore germination and seedling growth of wild poinsettia (Euphorbia heterophylla and barnyardgrass (Echinochloa crus-galli. The crude ethanolic extract was prepared from 100 g of dry plant material dissolved in 500 ml of ethanol. The extracts were solubilized in a buffer solution containing dimethyl sulfoxide (DMSO at concentrations of 10.0, 7.5, 5.0 and 2.5 mg mL-1. The effect of these extracts was compared with herbicide oxyfluorfen in bioassays. The ethanolic extracts of S. lethalis leaves and stems inhibited the germination and seedling growth of barnyardgrass and wild poinsettia in a concentration-dependent manner. The reduction in the root length of E. heterophylla seedlings might be attributed to the reduced elongation of metaxylem cells. The phytotoxicity of the extracts ranged according to the receptor species, and for some variables, the inhibitory effect was similar, and even superior, to that of the commercial herbicide. Thus, S. lethalis extracts might be a promising alternative for sustainable weed management.O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito do extrato etanólico de folhas e caules de Serjania lethalis sobre a germinação dos diásporos e crescimento de plântulas de amendoim-bravo (Euphorbia heterophylla e capim-arroz (Echinochloa crus-galli. O extrato bruto etanólico foi preparado na proporção de 100 g de material vegetal seco para 500 mL de etanol. A partir deste, os extratos foram solubilizados em solução tampão e dimetil sulfóxido (DMSO nas concentrações 10,0, 7,5, 5,0 e 2,5 mg mL-1. Nos bioensaios comparou-se o efeito desses extratos com o herbicida oxyfluorfen. Os extratos etanólicos de folhas e caules de S. lethalisexerceram atividade inibitória no processo de germinação e no crescimento das plântulas de capim-arroz e amendoim-bravo, com efeito dependente da concentra

  4. Betametasona e extrato aquoso de Arctium lappa no tratamento da angiostrongilíase Betamethasone and aqueous extract of Arctium lappa for treating angiostrongyliasis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Camila Argenta Fante

    2008-12-01

    Full Text Available Angiostrongylus costaricensis é um parasita que causa angiostrongilíase abdominal em humanos, seu tratamento inclui o uso de antiinflamatórios apesar da falta de estudos que justifiquem esta conduta. O objetivo deste artigo é avaliar o efeito da betametasona e da Arctium lappa na evolução de lesões intestinais induzidas pelo parasita. Utilizou-se camundongos Swiss, machos, adultos, distribuídos em 4 grupos: infectados tratados com betametasona; com Arctium lappa; não tratados e grupo controle. Os tratamentos iniciaram no 15º dia de infecção e permaneceram por 15 dias. Infiltrado eosinofílico e granuloma foram avaliados (1-leve; 2-moderado; 3-severo. A betametasona permitiu a evolução das lesões para formas mais graves, enquanto o extrato não interferiu na progressão da patologia. As substâncias empregadas não mostraram eficácia na proteção das lesões induzidas pelo Angiostrongylus costaricensis em camundongos. Estes achados desmotivam o uso de betametasona e Arctium lappa em humanos acometidos por angiostrongilíase abdominal.Angiostrongylus costaricensis is a parasite that causes abdominal angiostrongyliasis in humans. The treatment for it includes the use of anti-inflammatory drugs, despite the lack of studies to justify this approach. The objective of this paper was to evaluate the effect of betamethasone and Arctium lappa on the evolution of intestinal lesions induced by this parasite. Adult male Swiss mice were used, distributed into four groups: infected and treated with betamethasone; infected and treated with Arctium lappa; infected and not treated; and control group. The treatments were started on the 15th day after infection and continued for 15 days. The presence of eosinophilic infiltration and granuloma was evaluated (1-mild; 2-moderate; 3-severe. Betamethasone allowed the lesions to evolve into more severe forms, while the extract did not interfere with disease progression. The substances applied were

  5. Plant extracts on Hypothenemus hampei (Coleoptera: Curculionidae and Beauveria bassianaExtratos vegetais sobre Hypothenemus hampei (Coleoptera: Curculionidae e Beauveria bassiana

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Janaina Zorzetti

    2012-12-01

    (moringa e Tephrosia purpurea (tephrosia (sementes, folhas e raízes e Melia azedarach,(cinamomo Nerium oleander, (espirradeira Azadirachta indica (nim (apenas folhas, na mortalidade e repelência de H. hampei, e sua compatibilidade com Beauveria bassiana, importante inimigo natural desta praga. Para avaliar a mortalidade, ofereceram-se aos adultos, folhas de cafeeiro (Coffea arabica L tratadas por imersão em solução de endosulfan e em extratos vegetais na concentração de 10%. A repelência foi avaliada em testes com e sem chance de escolha, entre frutos de cafeeiro tratados e não tratados. A compatibilidade entre os extratos e Beauveria bassiana (CG 452 foi analisada quantificando a germinação, unidades formadoras de colônias, crescimento vegetativo e produção/produtividade de conídios. As maiores mortalidades foram observadas quando folhas foram tratadas com o extrato etanólico das de T. purpurea (folhas que não diferiu do endosulfan, e de extrato aquoso e etanólico da semente de M. oleifera. Em testes com chance de escolha, todos os extratos etanólicos possuíram ação repelente, sendo que a maior repelência foi causada por M. oleifera (raiz e T. purpurea (semente. Os extratos aquosos de folhas e semente de M. oleifera e de folhas de N. oleander apresentaram a maior repelência. Nos ensaios sem chance de escolha o maior nível de repelência foi para frutos de cafeeiro tratados com A. indica (folhas. O extrato etanólico de folhas de M. oleifera afetou negativamente a germinação. Estes estudos mostraram o potencial desses extratos para uso a campo como uma alternativa ao controle químico, sendo também seletivos para B. bassiana.

  6. CARACTERIZAÇÃO E ESTUDO DA LIXIVIAÇÃO DE METAIS DE ESCÓRIAS PROVENIENTES DA RECICLAGEM DE BATERIAS DE CHUMBO-ÁCIDO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Michelli Barbosa de Andrade

    2014-10-01

    Full Text Available No Brasil, o chumbo metálico é obtido principalmente a partir da reciclagem de baterias de chumbo-ácido utilizando o processo pirometalúrgico, que é acompanhado da geração de uma escória que apresenta elementos como Fe, Si, S, Al, Ca, Zn, Pb. O objetivo deste trabalho foi de estudar a escória gerada no processo através da fluorescência e difração de raios X e de extrações utilizando o método de Tessier seguida da determinação das concentrações dos metais nos extratos por espectrometria de absorção atômica. Com os resultados da fluorescência de raios X, observou-se que a somatória das porcentagens dos elementos citados se aproxima a 97 %. Pela difração de raios X, detectou-se fases como: Pirrotita (Fe1-xS, Maghemita (Fe2O3, Fayalita (Fe2+2SiO4, Óxido de chumbo e alumínio (Pb2Al2O5, Hercinita (Fe2+Al2O4 e Óxido de chumbo (Pb2O3 e que nos extratos, estão presentes vários metais em concentrações variáveis, sendo que chumbo e ferro são encontrados geralmente em maior concentração.

  7. Influência da idade do hospedeiro e da aprendizagem no comportamento quimiotáxico e no parasitismo de Trichogramma pretiosum

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Camila C. Vargas

    Full Text Available RESUMO Trichogramma pretiosum Riley, 1879 mantido em ovos de Ephestia kuehniella Zeller, 1879, tem sido utilizado no controle biológico de Spodoptera frugiperda (J. E. Smith, 1797. No entanto, fatores como idade do hospedeiro e experiência prévia, podem influenciar o parasitismo e o comportamento do parasitoide. Esse estudo avaliou a influência da idade dos ovos e da experiência em ovos e extrato de ovos de S. frugiperda no comportamento quimiotáxico e no parasitismo de T. pretiosum. Ovos de S. frugiperda com 24, 48 e 72 horas, foram expostos a fêmeas de T. pretiosum. Também foi avaliado o tempo de experiência do parasitoide, no mesmo hospedeiro, por 1, 3, 4, 5, 6 e 24 horas, assim como, seu tempo de exposição (1, 2, 3 e 24 horas. As respostas quimiotáxicas de T. pretiosum (experiente e não experiente em extrato de ovos de S. frugiperda foram observadas em olfatômetro tipo Y. As taxas de parasitismo foram registradas em teste de escolha, com insetos experientes e inexperientes com ovos e extrato de ovos de S. frugiperda. O parasitismo em S. frugiperda foi significativamente maior em ovos com 24 horas de idade. Fêmeas inexperientes e experientes por 1, 3 e 4 horas, apresentaram uma menor taxa de parasitismo, quando comparadas a fêmeas expostas por 5, 6 e 24 horas. Não houve diferença de parasitismo em fêmeas expostas por 2, 3 e 24 horas, comparadas às expostas por uma hora. Fêmeas experientes foram mais atraídas ao extrato de ovos de S. frugiperda, do que ao controle (hexano. A porcentagem de parasitismo, em fêmeas inexperientes, foi maior em ovos de E. kuehniella (hospedeiro de origem, no entanto, o mesmo resultado não foi observado em fêmeas experientes.

  8. Efeito de extratos de plantas do Cerrado em Dipetalogaster maxima (Uhler (Hemiptera, Reduviidae Effect of Cerrado plant extracts on Dipetalogaster maxima (Uhler (Hemiptera, Reduviidae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André A. M. Coelho

    2009-01-01

    Full Text Available A transmissão da doença de Chagas ocorre, principalmente, por meio de fezes de hemípteros hematófagos (Triatominae, os quais ingerem o Trypanosoma cruzi ao se alimentarem do sangue de pessoas ou outros mamíferos infectados. Para o controle dos triatomíneos, os piretróides são os principais inseticidas utilizados. Entretanto, algumas populações de insetos demonstraram resistência a determinados piretróides, indicando a necessidade do desenvolvimento de novos inseticidas eficazes no controle desses vetores. Assim, foi avaliada a atividade inseticida de 83 extratos vegetais, pertencentes a 35 espécies diferentes, em ninfas do primeiro estádio de Dipetalogaster maxima (Uhler, 1894 (Hemiptera: Reduviidae, triatomíneo encontrado no México. Para o teste tópico, foram aplicados 50 ìg de cada extrato nos tergitos abdominais de dez ninfas, em duplicata. Como controles, foram utilizados insetos tratados com etanol, acetona ou sem nenhum tipo de tratamento. Os triatomíneos foram observados durante 28 dias. Nenhum extrato apresentou atividade inseticida significativa, entretanto, o extrato hexânico do fruto e o etanólico da casca do caule de Simarouba versicolor (Simaroubaceae inibiram a taxa de ecdise em D. maxima (40% e 25%, respectivamente. Sugere-se que estes extratos sejam quimicamente investigados e monitorados por ensaios biológicos a fim de determinar os componentes, para que estes possam ser utilizados como modelos moleculares ou como compostos biorracionais nos programas de controle de insetos.Chagas disease, also known as American Trypanosomiasis, is chiefly transmitted by faeces of haematophagous bugs (Triatominae that ingested Trypanosoma cruzi from blood of infected people or other mammals. Pyrethroids have been the main insecticides used against these insects. However, some populations of insects have shown significant levels of resistance to several pyrethroids, indicating the need of new insecticides for the control of

  9. Toxicidade, deterrência e repelência de extratos aquosos de Cabralea canjerana ssp. polytricha (a. juss. penn. (Meliaceae sobre o curuquerê-da-couve ascia monuste orseis (godart (Lepidoptera: pieridae Toxicity, deterrence and repellence of aqueous extracts of Cabralea canjerana ssp. polytricha (Meliaceae on ascia monuste orseis (Lepidoptera, the cabbage caterpillar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosely F. F. Mata

    2013-04-01

    Full Text Available Este trabalho avaliou, em laboratório, a toxicidade, a repelência e a deterrência de extratos aquosos de sementes, de folhas e de frutos de Cabralea canjerana ssp. polytricha (Meliaceae sobre o curuquerê-da-couve Ascia monuste orseis (Lepidoptera. Extratos aquosos a 3, 5 e 10% foram obtidos por infusão do material biológico seco triturado em água destilada e filtrado após 24 h. Dentro de 48 h após o preparo, folhas de couve foram mergulhadas nos extratos ou em água destilada e utilizadas para avaliar o efeito dos extratos na percentagem de sobrevivência e no tempo de vida das larvas. A repelência e a deterrência dos extratos foram avaliadas em testes com e sem chance de escolha de folhas tratadas ou não, avaliando-se, comparativamente, a área consumida e o número de larvas por porção foliar. Houve 100% de mortalidade das larvas nos tratamentos, em contraste com a sobrevivência de 87% delas no controle. Larvas alimentadas com folhas tratadas sobreviveram significativamente menos que larvas do controle. Ao contrário de extratos de folhas e frutos, extratos de sementes apresentaram efeito repelente, mas não intenso o suficiente para evitar o consumo foliar. Houve redução no consumo foliar pelas larvas submetidas ao extrato a 10% nos experimentos com chance de escolha. Quando larvas não tiveram opção de consumir folhas sem extratos, alimentavam-se de folhas tratadas, porém com menor consumo, principalmente nas concentrações de 10 e 5%.The toxicity, deterrence and repellence of aqueous extracts of seeds, leaves and fruits of Cabralea canjerana ssp. polytricha (Meliaceae on the cabbage caterpillar, Ascia monuste orseis (Lepidoptera, were evaluated in laboratory. Aqueous extract of 3, 5 and 10% were obtained by infusion of dried and pulverized biological material in distilled water, filtered after 24h. Within 48h after preparation, cabbage leaves were immersed in the extracts or in distilled water and used in tests to

  10. Efeito da fermentação maloláctica na composição do vinho tinto Effect of malolactic fermentation on the composition of red wine

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Antenor Rizzon

    1997-08-01

    Full Text Available O objetivo do trabalho foi avaliar o efeito da fermentação maloláctica (FML na composição dos vinhos Cabernet Franc, Cabernet Sauvignon e Isabel, elaborados em pequena escala na safra de 1995. Dezoito variáveis foram avaliadas antes e após a FML. Os resultados mostraram que houve degradação do ácido málico; diminuição da acidez total, do extrato seco, do extrato seco reduzido e da intensidade de cor; e aumento do pH, da acidez volátil, da relação álcool em peso/extrato seco reduzido e da relação I420/I520. Entre os compostos voláteis, verificou-se a formação de lactato de etila e da acetoína.The objective of the work was to evaluate the effect of malolactic fermentation (MLF on the composition of Cabernet Franc, Cabernet Sauvignon and Isabella wines, elaborated on a small scale during the 1995 vintage. Eighteen variables were evaluated before and after MLF. The results showed that MLF degraded the malic acid, decreased the total acidity, the dry extract, the reduced dry extract and color intensity and increased the pH, the volatile acidity, the alcohol in weight/reduced dry extract ratio and the A420/A520 ratio. Among the volatile compounds it was observed the formation of ethyl lactate and acetoin.

  11. Avaliação antimicrobiana de extratos vegetais e possível interação farmacológica in vitro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sarah Carobini Werner de Souza Eller

    2015-09-01

    Full Text Available A atividade biológica de plantas medicinais tem sido o alvo de intensa investigação científica, constituindo uma importante fonte de novos produtos biologicamente ativos. O objetivo deste trabalho foi avaliar a atividade antimicrobiana interativa, in vitro, de seis extratos vegetais, sendo eles: cajueiro (Anacardium occidentale L., barbatimão (Stryphnodendron adstringens (Mart. Coville, aroeira (Myracrodruon urundeuva, favela [Cnidoscolus phyllacanthus (Müll. Arg. Pax & Hoffm L.], fedegoso (Heliotropium indicum L. e quixaba [Sideroxylon obtusifolium (Humb. ex Roem. & Schult. TD Penn.], através do método de difusão em disco, frente às cepas padrão American Type Culture Collection (ATCC: Staphylococcus aureus ATCC 25923, Escherichia coli ATCC 25922 e Pseudomonas aeruginosa ATCC 27853. Os resultados revelaram que dentre os extratos testados 50% deles apresentaram atividade frente à cepa de S. aureus ATCC 25923. Os extratos ativos foram cajueiro, barbatimão e aroeira. Os demais extratos não apresentaram atividade antimicrobiana frente às cepas em estudo. Quando se avaliou a ação interativa entre os extratos ativos, observou-se interferência antagônica, constatada pela redução dos diâmetros dos halo de inibição de crescimento bacteriano nas associações com os extratos de cajueiro/barbatimão, cajueiro/aroeira e barbatimão/aroeira. De modo que, o uso concomitante extratos vegetais merece um olhar muito cuidadoso pela possibilidade de ocorrer interferências entre eles, reduzindo a potência da atividade antimicrobiana, em relação a sua potência quando utilizados isoladamente.Palavras-chave: Plantas medicinais. Atividade antimicrobiana. Extratos vegetais. Interação. ABSTRACTInteractive study of the antimicrobial activity of plant extractsThe biological activity of medicinal plants has been the subject of intensive scientific research and is an important source of new biologically active products. The aim of this

  12. Práticas pedagógicas que pensam a ética da vida com crianças e jovens: buscas e reflexões a partir da bioantropoética e da matriz biológico-cultural da existência humana

    OpenAIRE

    Trindade, Ana Felícia Guedes

    2011-01-01

    O estudo reflete sobre Práticas Pedagógicas que pensam a Ética da Vida com Crianças e Jovens, buscando manifestações e extratos de Ética Prática na Escola, as quais podem constituir valores éticos de caráter duradouro. Nesse sentido, investiga a matriz ética experienciada durante alguns períodos de escolarização na Escola Amigos do Verde e no Projeto Brincar, da Escola Municipal de Ensino Fundamental Lidovino Fanton, em Porto Alegre. Estuda os âmbitos de Auto-Ética, Sócio-Ética e Antropoética...

  13. Avaliação da atividade antioxidante e antimicrobiana dos extratos e frações orgânicas de Mimosa caesalpiniifolia Benth. (Mimosaceae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo José Dias Silva

    2012-04-01

    Full Text Available A espécie Mimosa caesalpiniifolia Benth. (Mimosaceae, conhecida popularmente como sabiá e cerva viva, é uma planta arbórea encontrada na caatinga nordestina brasileira, amplamente utilizada pela população na forma de infusões para o tratamento de feridas, bronquites e anti-inflamatório. Diante do exposto, os objetivos deste estudo, foram determinar as atividades antioxidantes e antimicrobianas do extrato etanólico das folhas (EHM, caules (EHL, cascas do caule (EHC, raízes (EHR e frações obtidas das folhas de M. caesalpiniifolia Benth. A atividade antioxidante foi avaliada através do método de captação do radical DPPH, enquanto a atividade antimicrobiana foi avaliada pelo método de microdiluição em caldo, sobre leveduras, bactérias Gram-positivas e Gram-negativas. A capacidade antioxidante mostrou que a fração acetato de etila (Fr-EtOAc foi diretamente proporcional ao teor de polifenóis totais com IC50 de 20,08 ± 0,10 µg/ mL e 721,29±0,60 mg de EAG (equivalentes de ácido gálico por g de extrato. Na atividade antimicrobiana, todos os extratos e frações exibiram atividade inibitória de crescimento frente aos micro-organismos microrganismos avaliados e em concentrações variando de 5 a 1000 μg/mL. A Fr-EtOAc apresentou valores promissores de inibição de crescimento frente a fungos, como Candida glabrata (ATCC 90030 e Candida krusei (ATCC 6258, com concentrações de 20 e 40 μg/mL, respectivamente. Estes resultados são importantes, pois são os primeiros a serem realizados com a espécie M. caesalpiniifolia.

  14. Atividade antiinflamatória, antiúlcera gástrica e toxicidade subcrônica do extrato etanólico de própolis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    C.M.F. Reis

    Full Text Available Avaliou-se a atividade antiinflamatória do extrato etanólico de própolis - EEP, . sobre o edema desencadeado por carragenina, dextrana e histamina. O EEP apresentou dose eficaz (DE50 de 650 mg/kg (v.o, inibindo significativamente o processo inflamatório desencadeado pela carragenina, mas não inibiu o produzido por dextrana. O EEP antagonizou ainda o efeito edematogênico produzido por histamina. Nas úlceras produzidas por estresse, o EPP inibiu de forma significativa a geração dos diversos tipos classificados. Em todos os parâmetros analisados no estudo da toxicidade em fase de tratamento subcrônico , (hematológicos, bioquímicos e histopatológicos, o grupo tratado com o EEP não apresentou diferença significativa em relação ao grupo controle. Desta forma, sugere-se que na dose de 650 mg/kg (dose eficaz não existe a presença de efeitos tóxicos que possam comprometer a utilização deste extrato.

  15. Ação dos extratos de quatro plantas sobre larvas infectantes de nematódeos gastrintestinais de ovinos

    OpenAIRE

    Hassum, Izabella Cabral; Venturi, Caroline Rita; Gosmann, Grace; Deiro, Ana M. Girardi

    2013-01-01

    Introdução: a ação de extratos hidroalcoólicos de Eugenia uniflora L. (pitangueira), Mentha x piperita L. (hortelã), Myrcianthes pungens (O. Berg) D. Legrand (guabiju) e Peltophorum dubium (Spreng.) Taub. (canafístula) foi avaliada sobre o desenvolvimento de nematódeos gastrintestinais nas coproculturas de ovinos. Objetivo: avaliar a ação in vitro dos extratos vegetais sobre os nematódeos gastrintestinais de ovinos. Métodos: cada extrato foi testado em culturas triplicadas de fezes nas seguin...

  16. Efeito de diferentes métodos de extração sobre a atividade antioxidante e o perfil de compostos fenólicos da folha de mandioca

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mírian Aparecida Isidro Santos

    Full Text Available Resumo Folhas de mandioca (Manihot esculenta Crantz são resíduos agroindustriais que apresentam potencial para o consumo humano, sendo fontes de proteínas, vitaminas, minerais e de substâncias antioxidantes, com destaque para os compostos fenólicos. No presente estudo, o objetivo foi identificar e quantificar os compostos fenólicos presentes em diferentes extratos da farinha de folhas de mandioca (FFM, cultivar Pão da China, e avaliar seu potencial antioxidante. A extração dos compostos fenólicos foi realizada utilizando três métodos de extração: a refluxo com metanol/água (50:50, v/v; b maceração com etanol/água (50:50, v/v seguido de refluxo com acetona/água (70:30, v/v; c maceração com metanol PA. A caracterização e quantificação foi realizada por cromatografia líquida de alta eficiência e a atividade antioxidante, determinada pelos métodos ABTS e β-caroteno/ácido linoleico. Foram encontrados cinco compostos fenólicos nos extratos da FFM: ácido gálico, galocatequina, catequina, ácido clorogênico e epigalocatequina, sendo a extração com metanol/água (50:50, v/v a que revelou a presença do maior número destes compostos e o maior potencial antioxidante. Entre os fenólicos da FFM, independentemente do extrato, a catequina foi o majoritário. Pode-se inferir que a atividade antioxidante dos extratos da FFM está relacionada com a presença de compostos, pois a extração com maior teor desses compostos foi a que demonstrou maior potencial antioxidante.

  17. AÇÃO ANTILISTERIAL DO EXTRATO BRUTO DE Bacillus Amyloliquefaciens EM DIFERENTES CONCENTRAÇÕES DE PROTEÍNA, pH E SAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    M. A. PEREIRA

    2008-09-01

    Full Text Available

    O elevado índice de morbidade em função da contaminação dos alimentos tem aumentado a necessidade de metodologias alternativas para conservação dos mesmos. Nesse sentido, essa pesquisa teve por objetivo: (1 otimizar a ação antilisterial do extrato bruto produzido por Bacillus amyloliquefaciens em diferentes concentrações proteicas, pH e sal; (2 avaliar a ação do extrato bruto otimizado em ostras artificialmente contaminadas com Listeria monocytogenes. A ação do extrato bruto em diferentes concentrações de proteína (0,0; 5,0; 40; 80 µg/mL sobre o inóculo de 106 UFC.mL-1 de Listeria monocytogenes foi verificada em caldo TSB-YE previamente ajustado para pH 4,0 e 8,0 e concentrações de NaCl de 0; 2,5 e 4,5 % p/v. Os ensaios foram realizados à temperatura de 25ºC em estufa DBO. Para determinar a recuperação microbiana, realizaram-se contagens de Listeria monocytogenes a cada 4 h, por até 50 h. Dos tratamentos testados, a combinação de 80 g/mL de proteína do extrato bruto, pH 4,0 e 4,5 % de NaCl mostrou melhor performance quanto a atividade antimicrobiana, chegando a uma redução de até 5 ciclos logarítmicos de Listeria monocytogenes. Quando testada a ação do tratamento conjunto de 80 g/mL de extrato bruto, pH 4,0 e 4,5 % de NaCl sobre carne de ostra, obteve-se uma redução no número de Listeria monocytogenes de aproximadamente 3 ciclos logarítmicos, (3,0x106 para 1,5x103 UFC.mL-1, após 24 h de incubação a 25ºC. Esses resultados indicam a possível utilização do antimicrobiano produzido por Bacillus amyloliquefaciens como conservador de alimentos.

  18. Efeito de extratos aquosos de espécies de Asteraceae sobre Meloidogyne incognita Effect of aqueous extracts of Asteraceae species on Meloidogyne incognita

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isabel Cristina Madeira Ferreira

    2013-03-01

    Full Text Available Estudou-se, in vitro e in vivo a atividade nematicida dos extratos aquosos de vedélia (Sphagneticola trilobata, erva-de-touro (Tridax procumbens, cravo-de-defunto (Tagetes patula, girassol mexicano (Tithonia diversifolia, botão de ouro (Unxia suffruticosa e zínia (Zinnia peruviana, sobre Meloidogyne incognita. Os extratos foram preparados na proporção de 1,0g do material seco e triturado para 10mL de água destilada e armazenados por 24h, sendo seguidamente utilizados nos experimentos. Nos testes in vitro, foram depositados 4,0mL do extrato bruto e 2,0mL de uma suspensão aquosa contendo 200 ovos do nematóide em placas de Petri de 5cm de diâmetro e, quinze dias após, procedeu-se a contagem do número de juvenis eclodidos e dos ovos remanescentes para o cálculo das porcentagens de eclosão. Nos testes in vivo, os extratos foram aplicados, separadamente, via pulverização foliar, tratamento de raiz e vertido no solo, semanalmente durante 60 dias. Como testemunha utilizou-se apenas água nos dois experimentos. No ensaio in vitro observou-se que todos os extratos foram eficientes na redução da eclosão de juvenis de M. incognita quando comparados à testemunha, as porcentagens de redução foram 89,96%, 91,13%, 92,48%, 92,72%, 93,2% e 97,48% para erva-de-touro, cravo-de-defunto, girassol mexicano, vedélia, botão de ouro e zínia, respectivamente, e no ensaio in vivo, que os tratamentos não exerceram nenhum efeito sobre o peso do sistema radicular dos tomateiros, no entanto, observou-se que os resultados diferiram entre as espécies utilizadas e a forma de aplicação do extrato na avaliação do peso fresco da parte aérea das plantas. Quanto ao fator de reprodução, observou-se que nenhum dos extratos apresentou diferença estatística em relação à testemunha, no entanto, quando se compara as diferentes formas de aplicação dos mesmos, observa-se que houve diferença estatística quando os extratos de erva de touro e girassol

  19. Clarification of Stevia rebaudiana (Bert. Bertoni extract by adsorption in modified zeolites Clarificação de extrato de Stevia rebaudiana (Bert. Bertoni por adsorção em zeólitas modificadas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elida de Paula Moraes

    2001-05-01

    Full Text Available Selective adsorption on zeolites X and A was studied with Stevia rebaudiana (Bert. Bertoni (Asteraceae extract clarification. Ionic exchanges were made with calcium and barium ions in zeolites NaX and NaA and the effect of contact of aqueous extract of dry Stevia rebaudiana Bertoni leaves with CaX, BaX, CaA and BaA zeolites was evaluated. Stevia extract in contact with the zeolite CaX showed highest clarification and did not present alterations of initial characteristics in concentration, glycosides and flavor. In batch tests at room temperature, the contact of Stevia aqueous extract and CaX zeolite provided 70-80% clarification. Since zeolite may be reused, an approximate clarification of 65-70% is possible in regenerated zeolite.No presente trabalho, foi estudada a adsorção seletiva do extrato de Stevia rebaudiana (Bert. Bertoni (Asteraceae nas zeólitas X e A. Foram feitas trocas com íons de cálcio e bário nas zeólitas NaX e NaA. Foi avaliado o efeito do contato do extrato aquoso de Stevia com as zeólitas CaX, BaX, CaA and BaA. Os resultados mostraram que o extrato que ficou em contato com a zeólita CaX foi o que obteve maior descoloração e não teve as características iniciais alteradas, em termos de concentração, glicosídeos e sabor. Com testes feitos em batelada à temperatura ambiente, o contato entre o extrato aquoso de Stevia e a zeólita CaX, proporcionou uma descoloração entre 70-80%. Os testes mostraram ser possível a regeneração da zeólita, sendo possível a utilização da zeólita por mais de uma vez no processo, sendo alcançada uma descoloração entre 65-70%.

  20. Efeito cicatrizante e atividade antibacteriana da Calendula officinalis L. cultivada no Brasil Healing effect and antibacterial activity of Calendula officinalis L. cultivated in Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    L.M.L. Parente

    2009-01-01

    Full Text Available Desde a antiguidade propriedades medicinais são atribuídas às flores da Calendula officinalis L. (Asteraceae destacando-se a atividade cicatrizante. Estudos sobre a atividade geral de plantas medicinais na cicatrização vêm sendo realizados, sem especificar sobre qual das fases da cicatrização a planta atua. Neste trabalho a atividade cicatrizante e antiinflamatória do extrato etanólico das flores da C. officinalis cultivada no Brasil foi avaliada em feridas cutâneas de ratos Wistar, por meio de avaliação macroscópica e histológica. A atividade antimicrobiana do extrato e das frações hexânica e diclorometano também foi avaliada. A atividade antiinflamatória do extrato etanólico da calêndula foi atribuída à diminuição da exsudação serosa, da hiperemia, da deposição de fibrina e da hiperplasia epidermal, além de resultar em crostas mais delgadas e umedecidas. Observaram-se também aumento de colágeno no tecido de granulação e efeito antibacteriano. Assim, o extrato etanólico da calêndula atuou de forma positiva sobre a atividade cicatricial em feridas cutâneas de ratos, bem como apresentou atividade antibacteriana in vitro.Since ancient history medicinal properties are attributed to flowers of Calendula officinalis L. (Asteraceae, mainly concerning its healing activity. Studies about the general activity of medicinal plants in healing wounds have been conducted without specifying in which healing phase the plant acts. In this work, the anti-inflammatory and healing activity of the ethanolic extract of C. officinalis flowers cultured in Brazil was evaluated in cutaneous wounds of Wistar rats through macroscopic and histological evaluation. The antibacterial activity of the extract and dichloromethane and hexane fractions was also evaluated. The anti-inflammatory activity of calendula ethanolic extract led to a reduction in plasmatic exudation, hyperemia, fibrin deposition and epidermal hyperplasia, besides

  1. Nota científica: perfil bioquímico de ratos alimentados com iogurte contendo extrato de erva-mate (Ilex paraguariensis St. Hil Scientific Note: biochemical profile of rats fed yogurt containing yerba mate (Ilex paraguariensis St. Hil extract

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Franciele Taís Ril

    2011-12-01

    Full Text Available Este estudo teve como objetivo avaliar o efeito do iogurte contendo extrato de erva-mate (Ilex paraguariensis e com/sem culturas probióticas sobre o perfil lipídico, glicêmico, hepático e renal de ratos alimentados com esses tipos de iogurtes. Ratos da linhagem Wistar (42 foram divididos em três grupos (n=14, e receberam iogurte sem extrato de erva-mate, iogurte com extrato de erva-mate 0,1% e iogurte com extrato de erva-mate 0,1% e culturas probióticas, durante 30 dias. Não foi observado no presente estudo efeito significativo do extrato de erva-mate sobre os níveis de colesterol total, colesterol HDL, triglicerídeos, uréia, ácido úrico, creatinina, glicose e na atividade das enzimas fosfatase alcalina, aspartato aminotransferase e alanina aminotransferase. O extrato de erva-mate, 0,1% no iogurte, não interfere no metabolismo de ratos alimentados por 30 dias.The objective of this study was to evaluate the effect of yoghurt containing yerba-mate extract (Ilex paraguariensis, with and without probiotic cultures, on the lipidic, glycemic, hepatic and kidney profiles of rats fed these types of yoghurt. Wistar rats (42 were divided into three groups (n=14 and for 30 days were fed yoghurt without yerba-mate extract, yoghurt with 0.1% yerba-mate extract and yoghurt with 0.1% yerba-mate extract and probiotic cultures. No significant effect of the yerba mate extract on the levels of total cholesterol, HDL cholesterol, triglycerides, urea, uric acid, creatinine, glucose and the activity of the enzymes alkaline phosphatase, aspartate aminotransferase and alanine aminotransferase was observed in the present study. The addition of 0.1% yerba mate extract to the yoghurt did not interfere with the metabolism of the rats during 30 days.

  2. Effect of natural pesticides and plant extracts on biological parameters of Metarhizium anisopliae (Metsch. SorokEfeito de defensivos agrícolas naturais e extratos vegetais sobre parâmetros biológicos de Metarhizium anisopliae (Metsch. Sorok

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luis Francisco Angeli Alves

    2013-09-01

    Full Text Available This study was carried out aiming to evaluate the effect and compatibility of vegetal and Pycnoporus sanguineus basidiocarps extracts and alternative products on biological parameters of Metarhizium anisopliae fungus. Extracts (solution in water 10% and natural products (AR = average field recommendation; 0.5 AR and 2.0 AR are applied on PDA culture media surface previously inoculated with fungi conidia. The effect of the treatment on conidia germination, vegetative growth and conidiogenesis was compared. Most alternative products were compatible to the fungus, and only Bordeaux mixture AR and 2.0 AR were moderately toxic to M. anisopliae. Although some significativally negative effect there were observed on conidial viability (reduction of 50 to 80% by alcoholic extracts, all extracts were compatible. This point to the necessity to be careful with application, avoiding mixtures or subsequent use of products less than 48 hours after fungi application. O objetivo deste trabalho foi avaliar a compatibilidade e os efeitos dos defensivos agrícolas naturais, extratos vegetais e basidiocarpos de Pycnoporus sanguineus, em diferentes concentrações, sobre o fungo entomopatogênico Metarhizium anisopliae. Os extratos e os basidiocarpos foram utilizados na concentração de 10%. Os defensivos agrícolas foram utilizados na concentração rotulada (CR, a metade (0,5CR e o dobro da mesma (2CR. Em todos os tratamentos foram realizadas pulverizações sobre o fungo inoculado previamente em meio de cultura (BDA. Foram avaliados germinação, Unidade Formadora de Colônia, crescimento vegetativo e produtividade dos conídios. Em relação aos defensivos agrícolas, somente o Calda Sulfocálcica na concentração recomendada e no dobro da mesma não se mostrou compatível, sendo considerada moderadamente tóxica para o fungo M. anisopliae. Apesar de os extratos terem apresentado efeito significativo principalmente sobre a viabilidade (redução de 50 a 80% por

  3. Uso de carvão ativado e resina de troca iônica para limpeza e concentração de enzimas em extratos de madeira biodegradada - 10.4025/actascitechnol.v32i4.5671

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Walter Carvalho

    2010-12-01

    Full Text Available Ceriporiopsis subvermispora foi utilizado para a biodegradação de cavacos de Eucalyptus grandis na presença ou ausência de cossubstratos (glicose e milhocina durante 7, 14 e 28 dias. Os cavacos obtidos em cada um desses períodos foram extraídos com tampão acetato de sódio 50 mM (pH 5,5 adicionado de 0,01% de Tween 60. A atividade de manganês peroxidases (MnPs nos extratos foi marcante ao longo de todo o período de biodegradação, tanto na ausência (430, 765 e 896 UI kg-1, respectivamente quanto na presença de cossubstratos (1.013, 2.066 e 2.323 UI kg-1, respectivamente. Os extratos apresentaram elevadas relações entre absorbância a 280 e a 405 nm, indicando forte abundância de compostos aromáticos derivados da lignina em relação à heme-peroxidases. A adsorção em carvão ativado se mostrou uma estratégia adequada para reduzir a absorbância a 280 nm em todos os extratos. Além disso, permitiu maximizar a capacidade de um leito de resina trocadora de ânions (DEAE Sepharose, utilizado para concentrar as MnPs presentes nos referidos extratos. Concluiu-se que o uso de carvão ativado seguido de adsorção em DEAE Sepharose é uma estratégia que pode ser utilizada para concentrar MnPs em extratos obtidos durante a biodegradação de E. grandis por C. subvermispora.

  4. Extrato etanólico de própolis no controle da cercosporiose e no desenvolvimento de mudas de cafeeiro.

    OpenAIRE

    Pereira, Cassiano Spaziani; Souza, Fausto Lima Farias de; Godoy, Cícero Aparecido

    2013-01-01

    Objetivou-se, avaliar os efeitos do extrato etanólico de própolis (EEP) sobre a incidência de cercosporiose e o desenvolvimento de mudas de cafeeiro cv. ‘Catuaí vermelho’. O delineamento utilizado foi em blocos casualizados com cinco repetições e dez plantas/parcela. O esquema experimental foi em fatorial 4 x 6. O primeiro fator foram quatro EEPs, confeccionados com diferentes porcentagens de própolis bruta (PB) na composição (1, 4, 7 e 10% de PB e o restante com etanol a 92%). O segundo fato...

  5. DESENVOLVIMENTO DE EXTRATO DE PIMENTA-BIQUINHO COMO FORMA DE CONSERVAÇÃO PÓS-COLHEITA RESUMO – O consumo de pimenta-biquinho Capsicum chinense tem aumentado nos últimos anos na forma in natura ou na forma processada. Entretanto, um dos grandes entraves n

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flávio Bittencourt

    2015-12-01

    Full Text Available RESUMO – O consumo de pimenta-biquinho Capsicum chinense tem aumentado nos últimos anos na forma in natura ou na forma processada. Entretanto, um dos grandes entraves na sua cadeia produtiva é a ocorrência de perdas consideráveis dos frutos após a colheita, o que indica a necessidade do desenvolvimento de alternativas para a sua conservação pós-colheita. Desta forma, objetivou-se desenvolver extrato de pimenta-biquinho como forma de conservação da hortaliça e disponibilizar matéria-prima para a elaboração de produtos derivados, com alto valor agregado, principalmente em períodos de entressafra. Para o preparo do extrato, as pimentas foram lavadas, sanitizadas, branqueadas (80oC/3min, trituradas e concentradas até 12oBrix. Avaliou-se o rendimento, extrato seco, umidade, pH, acidez  titulável, oBrix, cor (L*, a*, b*, índices chroma e hue, teor de vitamina C e carotenoides, contagem de fungos filamentosos e leveduras, mesófilos aeróbios, bactérias láticas, coliformes totais e termotolerantes e pesquisa de Salmonella sp., durante 90 dias de armazenamento.  Não houve variação de umidade, extrato seco, oBrix e  acidez  mas, observou-se  variação do pH. Os valores de L* indicaram baixa luminosidade e os valores de a* e b* indicaram a tendência do extrato para coloração vermelha e amarela. A concentração de vitamina C e de carotenoides foi considerável e, estável. A contagem de fungos filamentosos e leveduras variou de 2,0 a 4,1 Log UFC/g e de mesófilos aeróbios de <1,0 a 4,3 Log UFC/g. Por outro lado, a contagem de bactérias láticas foi <1,0 Log UFC/g, de coliformes totais e coliformes termotolerantes foi < 3 NMP/g e constatou-se ausência de Salmonella sp. em 25 g do extrato. O extrato de pimenta-biquinho é uma excelente alternativa para o processamento da hortaliça em períodos de entressafra e para prevenção de perda de matéria-prima pela agroindústria e em outras indústrias que

  6. Efeito da relação das fases líquida e sólida da uva na composição química e na característica sensorial do vinho Cabernet

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    RIZZON Luiz Antenor

    1999-01-01

    Full Text Available A intensidade de cor, os polifenóis totais, o extrato seco e os minerais do vinho variam em função da proporção entre as fases líquida e sólida da uva. O rendimento em mosto é variável de uma cultivar a outra e, para a mesma cultivar, sendo que aumentos importantes podem ocorrer em conseqüência de precipitações pluviométricas durante a maturação da uva. Com o objetivo de estudar o efeito da relação das fases líquida e sólida da uva na composição química e na qualidade do vinho, foram realizados estudos através de microvinificação com uvas Cabernet Franc nas safras de 1987 a 1990. Os tratamentos consistiram em variar a fase líquida em relação à fase sólida da uva, nas proporções (% de 78/22, 74/26, 72/28, 70/30, 68/32, 66/34 e 62/38. O aumento da proporção da fase sólida em relação à líquida foi responsável principalmente por um acréscimo dos componentes que constituem o corpo do vinho (extrato seco, cinzas e compostos fenólicos enquanto que o aumento da fase líquida contribuiu para a obtenção de vinhos mais leves.

  7. Atividade Antinociceptiva e Antimicrobiana da Casca do Caule de Psidium Cattleyanum Sabine

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    F.Q. ALVARENDA

    2015-01-01

    Full Text Available RESUMO Psidium cattleyanum Sabine, conhecida como “araçá”, é espécie nativa do Bioma Cerrado brasileiro comumente utilizado, segundo levantamento etnobotânico, como planta medicinal para tratar várias doenças tais como: patologias hepáticas, gástricas, lesões teciduais incluindo processos dolorosos. O objetivo deste trabalho foi realizar a triagem fitoquímica com propósito exploratório, investigar a atividade analgésica e antimicrobiana do extrato hidroalcoólico da casca do caule de Psidium cattleyanum Sabine (ECPCS para apoiar o uso dessa espécie como planta medicinal. Para isso, foram obtidos extratos e frações com solventes orgânicos de polaridade crescente (hexano, diclorometano, acetato de etila e isobutanol avaliando-se o perfil fitoquímico para determinar as principais classes de metabólitos secundários presentes na espécie. Investigou-se a atividade analgésica pelo teste de contorções abdominais em camundongos induzidas pelo ácido acético (0,6%. A Concentração Inibitória Mínina (CIM e Concentração Bactericida Mínima (CBM foram avaliadas através da técnica de microdiluição em caldo contra micro-organismos da microbiota oral. A triagem fitoquímica identificou a presença de taninos, saponinas, flavonoides e terpenos e/ou esteroides. O ECPCS exibiu atividade analgésica periférica nas doses de 200 e 400 mg/kg. O EAC (extrato acetato de casca o EDC (extrato diclorometânico de casca desempenharam melhor ação inibitória sobre o crescimento bacteriano de Estafilococos oralis com CIM 100 e 150 respectivamente. O ECPCS desempenhou ação inibitória sobre o crescimento bacteriano. Os resultados dos estudos experimentais comprovaram a presença de compostos secundários tais como, taninos e flavonoides, o que, provavelmente, pode ser associado à atividade analgésica e ao efeito inibitório sobre os micro-organismos testados com o ECPCS, o que justifica o uso medicinal planta.

  8. Efeito de extratos de plantas com atividade inseticida no controle de Microtheca ochroloma Stal (Col.: Chrysomelidae, em laboratório

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sônia Thereza Bastos Dequech

    2008-01-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2008v21n1p41 Extratos de plantas com atividade inseticida foram testados no controle de  Microtheca ochroloma (Col.: Chrysomelidae, uma importante praga de brassicáceas nas fases larval e adulta. Duas larvas com três dias de idade, mantidas sob condições de laboratório (T:25ºC, U.R:70% e 14 horas de fotofase, foram colocadas em tubos de vidro contendo folha de  couve-chinesa (Brassica chinensis previamente tratada com extratos aquosos (10% p/v de folha de cinamomo (Melia azedarach, de ramo de  cinamomo e de pó-de-fumo (Nicotiana tabacum. O mesmo procedimento foi repetido em dois ensaios com insetos adultos. No primeiro, foram utilizados todos os extratos anteriormente citados mais o extrato de Dal- Neem (produto comercial à base de Azadirachta indica. No segundo, os insetos foram expostos a extratos de frutos de pimenta malagueta (Capsicum frutescens e de folhas de pitangueira (Eugenia uniflora, de jambolão (Syzygium cuminii e de eucalipto (Eucalyptus sp.. Todos os testes constaram de 10 insetos por tratamento, com cinco repetições no primeiro ensaio com insetos adultos e com seis repetições nos demais. As  observações foram realizadas diariamente até o quinto dia, objetivando avaliar a mortalidade dos insetos. Todos os extratos testados  resultaram num controle efetivo de larvas de M.ochroloma.Em  relação aos insetos adultos, apenas os extratos de pó-de-fumo e de Dal- Neem apresentaram efi ciência de controle.

  9. INIBIÇÃO DE SALMONELLA POR EXTRATO DE ALECRIM (Rosmarinus officinalis: OBTENÇÃO DE EXTRATOS DE ALECRIM EM SOLVENTES ORGÂNICOS INHIBITION OF Salmonella BY ROSEMARY (Rosmarinus officinalis EXTRACTS: ORGANIC SOLVENTS ROSEMARY EXTRACT OBTENTION

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Célia Lopes Torres

    2007-09-01

    Full Text Available

    Com o objetivo de se obter um extrato de alecrim em solvente orgânico, a ser utilizado na inibição de Salmonella, em alimentos, foram testados quatro tipos de solventes, a saber: metanol, etanol, acetona e hexano. Na obtenção dos extratos foi adotada a técnica recomendada para determinação de lipídeos, conforme as NORMAS ANALÍTICAS DO INSTITUTO ADOLFO LUTZ (1976. A análise dos resultados evidenciou um excelente desempenho do metanol, não sendo contudo recomendada a utilização em produtos alimentares em virtude da sua toxidez. Também o etanol apresentou elevados índices de extração, sem os inconvenientes associados ao uso do metanol, sendo por isto o solvente indicado para a continuidade do estudo proposto.

    Aiming to obtain a rosemary extract in organic solvent to be used in Salmonella inhibition, in food, were tested four kinds of solvents, namely: methane alcohol, ethyl alcohol, acetone and hexane. It was used the recommended technique for lipids determination in extracts determination according to the analytic rules used by Instituto Adolfo Lutz. Analysis results showed an excellent performance for methane alcohol, but its use is not recommended in feed products due to its toxicity. Ethyl alcohol presented also elevated extraction indexes without inconvenients associated to methane alcohol use, by this reason being a solvent indicated for continuity to the proposed study.

  10. Proteolytic action of the crude extract of Duddingtonia flagrans on cyathostomins (Nematoda: Cyathostominae in coprocultures Ação proteolítica do extrato bruto de Duddingtonia flagrans sobre ciatostomíneos (Nematoda: Cyathostominae em coproculturas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabio Ribeiro Braga

    2013-03-01

    Full Text Available The objective of this study was to examine the action of the crude extract of Duddingtonia flagrans (isolates AC001 and CG722 on infective larvae (L3 of cyathostomins in coprocultures and to confirm its proteolytic activity by means of a zymogram. The following groups were formed in coprocultures: Group 1: 10 mL of crude extract of D. flagrans (AC001; group 2: 10 mL of crude extract of AC001 with 10 mM of Ca2+; group 3: 10 mL of crude extract of D. flagrans (CG722; group 4: 10 mL of crude extract of CG722 with 10 mM of Ca2+; and group 5: control group (distilled water. The third-stage larvae (L3 were obtained after eight days. The crude extract of D. flagrans was effective in reducing the number of L3, with the following percentage reductions: group 1, 49.5%; group 2, 52.5%; group 3, 36.8%; and group 4, 57.7%; in relation to the control group (p > 0.05. The proteolytic activity of the crude extract was confirmed through the zymogram. The results from this study confirmed that the crude extract of the fungus D. flagrans could be used for controlling cyathostomin L3, and suggested that at least one protease of approximately 38 kDa was present.O objetivo deste trabalho foi estudar a ação do extrato bruto de Duddingtonia flagrans (isolados AC001 e CG722 sobre larvas infectantes (L3 de ciatostomíneos em coproculturas e confirmar a sua atividade proteolítica por meio de um zimograma. Foram formados os seguintes grupos em coproculturas: grupo 1: 10 mL de extrato bruto de D. flagrans (AC001; grupo 2: 10 mL de extrato bruto de AC001 com íons Ca2+ 10 Mm; grupo 3: 10 mL de extrato bruto de D. flagrans (CG722; grupo 4: 10 mL de extrato bruto de CG722 com íons Ca2+ 10 Mm; e grupo 5 como controle (água destilada, obtendo-se as L3 ao final de 8 dias. O extrato bruto de D. flagrans foi eficiente na redução do número de L3 com os seguintes percentuais de redução: grupo 1 (49,5%; grupo 2 (52,5%; grupo 3 (36,8% e grupo 4 (57,7% em relação ao grupo

  11. Efeito do extrato de Cyperus rotundus na rizogênese Effect of Cyperus rotundus extract on rhizogenes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Matheus Fonseca de Souza

    2012-06-01

    Full Text Available A Cyperus rotundus é uma planta herbácea perene que se multiplica sexuadamente por semente e assexuadamente por bulbos, tubérculos e rizomas subterrâneos. O objetivo principal desse trabalho foi avaliar o efeito do extrato de Cyperus rotundus no enraizamento de folhas de Solanum lycopersicum. Os estudos foram realizados no laboratório de química e na casa de vegetação, ambos no CCA/Alegre/ES. O experimento foi realizado em duas etapas: a confecção do extrato a partir de 2 g de tiririca em 40 mL de solvente (metanol PA, etanol PA, água destilada, para o teste do extrato no enraizamento empregou-se o delineamento inteiramente casualizado com 17 tratamentos com 6 repetições e 6 plantas por repetição. Dentre os tratamentos, os que promoveram o enraizamento foram os extratos aquosos 100, 50 e 25%, sendo que o extrato aquoso 50% foi o que demonstrou o melhor resultado, se assemelhando ao controle positivo AIB (Ácido indolbutiríco. Os resultados obtidos com o uso do extrato de Cyperus rotundus, parecem ser promissores. Porém são necessários novos estudos, para demonstrar a utilidade prática do extrato Cyperus rotundus no enraizamento.The Cyperus rotundus is an herbaceous perennial plant that multiplies sexually from seed and asexually from bulbs, tubers and underground rhizomes. Thus, the present work aimed to assay the effect of C. rotundus extract on the rhizogenesis of Solanum lycopersicum leaves. The studies were performed in the laboratory of chemistry and greenhouse, at in CCA/Alegre/ES. The extract was prepared from 2g of C. rotundus and 40mL of solvent (methanol PA, ethanol PA and distilled water. The experimental design utilized to test the extract’s effect on rhizogenesis was entirely random, containing 17 treatments, 6 replicates and 6 plants per replicate. The effective treatments were obtained with aqueous extracts at 100, 50 and 25%. However, the best result was observed for the aqueous extract of 50%, similar to

  12. Avaliação in vitro da atividade fungitóxica de extratos de condimentos na inibição de fungos isolados de pães artesanais In vitro evaluation of the fungitoxic activity of seasonings on the inhibition of fungi isolated from homemade breads

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rita de Cássia Zanúncio Araujo

    2009-04-01

    Full Text Available Objetivou-se, na presente pesquisa, avaliar a atividade antifúngica in vitro de alho, gengibre, orégano, cravo, canela e tomilho sobre a inibição e o desenvolvimento de Aspergillus ochraceus, Penicillium roqueforti, Rhizopus stolonifer, desenvolvidos em pães artesanais. Para cada planta foram preparados extratos alcólicos (EA10%, EA20% e EA25%, extrato aquoso (EAQ10%, extrator alcoólico puro (EAP e testemunha sem extrato e álcool. Para alho, gengibre, orégano incluiu-se o extrato alcoólico da planta fresca (EAF 10%. Os experimentos foram instalados no Laboratório de Fitopatologia do EcoCentro/EPAMIG, Lavras, MG e no Laboratório de Fitopatologia do Incaper/CRDS-CS, em Domingos Martins, ES. Os tratamentos foram aplicados sobre os fungos inoculados em placas de petri, em meio BDA. Calcularam-se médias do Índice de Velocidade de Crescimento Micelial (IVCM e esporulação. Os EA de plantas desidratadas a 10%, 20% e 25% inibiram totalmente o crescimento micelial dos fungos estudados, com exceção do EA 25% de alho sobre o Penicillium roqueforti e o EA 25% de gengibre sobre o desenvolvimento do Aspergillus ochraceus que não se diferenciaram da testemunha. O EA de alho teve um efeito não inibitório sobre P. roqueforti. Os EA, EAF e EAP apresentaram menor esporulação em relação à testemunha, exceto com gengibre e cravo sobre a esporulação do R. stolonifer e o EAQ apresentou um efeito semelhante ao da testemunha.This research was carried out to evaluate the in vitro anti-fungus activity of alcoholic extracts of garlic, ginger, oregano, clove, cinnamon, and thyme on the inhibition and development of Aspergillus ochraceus, Penicillium roqueforti, and Rhizopus stolonifer, which develop in homemade breads. For each commercial seasoning, alcoholic extracts (AE were prepared (AE10%, AE20% and AE25% as well as aqueous extract (AQE at 10%, pure alcoholic extract (PAE, and control without extract and alcohol. For garlic, ginger and oregano

  13. Bioatividade de três espécies vegetais nativas da Floresta Atlântica brasileira frente ao microcrustáceo Artemia salina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    W.M Pompilho

    2014-09-01

    Full Text Available Este trabalho teve por objetivo a investigação fitoquímica e propriedades antioxidantes de extratos das folhas de Trigynaea oblongifolia Schltdl (Annonaceae, Ottonia frutescens Trel (Piperaceae, e Bathysa australis (St Hill Hooz (Rubiaceae, bem como avaliar, in vitro, a letalidade frente ao microcrustáceo Artemia salina Leach. Os extratos foram preparados por maceração em metanol 10% (p/v por sete dias, à temperatura ambiente. A atividade antioxidante dos extratos foi determinada pela metodologia que utiliza o radical estável DPPH. A toxicidade dos extratos foi avaliada frente ao microcrustáceo A. salina. Os extratos de O. frutescens e B. australis apresentaram as seguintes classes de metabólitos secundários: Alcalóides, Antraquinonas, Cumarinas, Polifenóis (Taninos, Saponinas. Nos extratos de T. oblongifolia, além dos metabólitos citados anteriormente, foi detectada a presença de Flavonóides. A atividade antioxidante, observada em 30 minutos na concentração de 24 µg/mL de extrato, foi de: O. frutescens - 38,3%, T. oblongifolia - 32,3%, e B. australis - 32,1%. A Concentração Letal, CL50, dos extratos em A. salina foi de: O. frutescens - 149,75 ± 1,02 µg/mL, T. oblongifolia - 148,8 ± 1,74 µg/mL, e B. australis - 684 ± 9,04 µg/mL. Neste contexto, destacamos as espécies, nativas da Floresta Atlântica, O. frutescens e T. oblongifolia de grande potencial na bioprospecção de moléculas biologicamente ativas.

  14. ANTIBACTERIAL ACTIVITY KINETICS OF MEDICINAL PLANTS EXTRACTS AGAINST CINÉTICA DA ATIVIDADE ANTIBACTERIANA IN VITRO DE EXTRATOS NATURAIS FRENTE A MICRORGANISMOS RELACIONADOS À MASTITE BOVINA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Letícia De Toni

    2008-04-01

    Full Text Available The subject of this paper is to test antimicrobials activities by medicinal plants extracts against more important contagious bovine mastitis pathogens. Disinfectants solutions was made from Baccharis trimera (Less D.C., Compositae (Asteracea, Eucalyptus spp Labill., Myrtaceae e Tagetes minuta (Linn., Compositae (Asteracea plants by hidroalcoholic extraction (EHA or decoction (DEC. S. aureus, S. agalactiae, and P. aeruginosa were used. To test for in vitro efficacy, each solution disinfectant was mixed with bacterial suspension containing 105 CFU.mL-1, by 30 seconds, two, 10 ant 30 minutes, with and without 20% of integral milk. Viable bacteria were evaluated by directed plating of neutralized aliquots. The worked included chlorhexidine 0,18% by control and it was executed in duplicate. EHA Eucalytpus spp and EHA T. minuta were as effective as control chlorhexidine against S. aureus. This solutions plus EHA B. trimera, were as effective as control against S. agalactiae. DEC Eucalyptus and DEC B. trimera also inactivated S. agalactiae in more prolongated time. Chlorhexidine was the best against P. multocida in milk absence, although the EHA were effective at ten or thirty minutes. All solutions, inclusive control, it was sensibility to organic load. The observations from the in vitro studies presented here need to be substantiated by in vivo studies by to confirm the potentiality use of plants medicinal extracts as disinfectants/antisepsis in livestock health. O presente trabalho busca avaliar a cinética da atividade antimicrobiana de extratos de plantas medicinais frente a bactérias relacionadas com mastite bovina. Para tal, foram produzidas soluções desinfetantes a partir de folhas e talos de Baccharis trimera (Less D.C., Compositae (Asteraceae, Eucalyptus spp Labill., Myrtaceae e Tagetes minuta (Linn., Compositae (Asteraceae, através de extração hidroalcoólica (EHA e decocto (DEC. Os microrganismos utilizados foram S. aureus, S

  15. Atividades melanogênica, genotóxica e antiproliferativa de extratos de Brosimum gaudichaudii Trécul e Dorstenia brasiliensis Lam induzidas por radiação UVA.

    OpenAIRE

    Quevedo, Adriana Elias Pires

    2011-01-01

    As furanocumarinas lineares ou psoralenos são fotossensibilizadores empregados na dermatologia associados a ultravioleta A no tratamento de doenças como o vitiligo. A fotoquimioterapia tem reações adversas imediatas (náuseas, prurido, eritema e xerodermia) e tardias (carcinogênese e, possivelmente, catarata). No Brasil, não existe medicamento fitoterápico ou medicamentos contendo extratos de plantas para tratamento do vitiligo que estejam de acordo com a legislação vigente da Agência Nacional...

  16. Atividade antioxidante e toxicidade preliminar do extrato e frações obtidas das folhas e cascas do caule de Dasyphyllum tomentosum (Spreng. Cabrera

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    C.S. Paula

    2014-06-01

    Full Text Available Dasyphyllum tomentosum (Spreng. Cabrera, açucará ou espinho-de-agulha, pertence à família Asteraceae, a qual compreende muitas espécies com propriedades terapêuticas. O objetivo deste trabalho foi avaliar extratos e frações de folhas e de cascas do caule de D. tomentosum, com relação as atividade antioxidante, citotóxica e hemolítica em testes in vitro. Todas as amostras apresentaram atividade antioxidante pelo método de inibição de DPPH, com destaque para a fração acetato de etila obtida das folhas cuja atividade foi comparável à dos padrões ácido ascórbico e rutina. Com relação à redução do complexo fosfomolibdênio, observou-se que esta mesma fração foi semelhante somente a rutina enquanto a fração obtida das cascas do caule apresentou resultado superior. Não foi observada atividade citotóxica e hemolítica frente aos modelos utilizados com os extratos e frações. Os resultados obtidos demonstram o potencial antioxidante da espécie sem apresentar toxicidade.

  17. DESENVOLVIMENTO DE IOGURTE LIGHT COM EXTRATO DE ERVA-MATE (ILEX PARAGUARIENSIS ST. HIL E ADIÇÃO DE PROBIÓTICOS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daiane PRECI

    2011-01-01

    Full Text Available O comportamento no consumo de alimentos vem sofrendo mudanças signifi cativas nos últimos anos, motivado por um maior nível de consciência dos consumidores com a saúde. A preocupação de proporcionar aos consumidores produtos de qualidade requer a adoção de medidas para limitar a oxidação durante as etapas de processamento e armazenamento dos produtos, como a adição de compostos antioxidantes nos mesmos. Neste contexto, o presente trabalho teve como objetivo avaliar o potencial do extrato de erva-mate como antioxidante em iogurte light. Também foi avaliado o comportamento dos iogurtes formulados durante a vida de prateleira. Observou-se que o percentual antioxidante atingiu 99,5% de atividade antioxidante para a concentração 750μgmL-1 e forneceu um IC50 de 254,8μgmL-1. No 60º dia de armazenamento sob refrigeração, os iogurtes com 0,1% de extrato e ambos com 0,25% de extrato de erva mate apresentaram diferença em relação às duas formulações que não receberam a adição de extrato, de forma a apresentarem os menores valores de mg de MA/kg de amostra. A presença de extrato de erva mate não infl uenciou signifi cativamente na oxidação de proteínas. Não se observou interferência do extrato de ervamate nos valores de acidez e não foi observada diferença estatística na contagem das bactérias lácticas, de maneira que o extrato de erva mate não afetou o desenvolvimento microbiológico.

  18. Características físico-químicas de extratos de erva-mate (Ilex paraguariensis St. Hil no estado de Santa Catarina.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dorli Mário Da Croce

    2010-08-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho é avaliar as características físico-químicas de extratos de erva-mate (Ilex paraguariensis St. Hil, como a umidade e substâncias voláteis a 105°C % (p/p, resíduo mineral fixo, % (p/p resíduo mineral fixo insolúvel em solução de HCL a 10%, v/v, % (p/p, extrato aquoso, % (p/p e cafeína, % (p/p. Os resultados obtidos nas análises amostradas foram comparados com as normas estabelecidas pela portaria 234 de 25 de março de 1998, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVS, Ministério da Saúde. As amostras foram coletadas em quatro grandes regiões de ocorrência de erva-mate no estado de Santa Catarina, apresentando condições específicas de solo e clima. Os resultados obtidos indicam que, na época de maior crescimento vegetativo, compreendido entre os meses de setembro a dezembro, poucas amostras atingiram os índices de cafeína estabelecidos na portaria. Nas avaliações feitas em janeiro, fevereiro, março, junho e julho, a maioria das amostras atingiram o índice mínimo de cafeína estabelecido em 0,5g/100g de erva-mate. As demais características analisadas então de acordo com os índices estabelecidos na legislação.

  19. Estudo fitoquímico e alelopático do extrato de caule de sucupira-branca (Pterodon emarginatus Phytochemistry and allelophatic study of Pterodon emarginatus stem extract

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    M.G. Hernández-Terrones

    2007-12-01

    Full Text Available A alelopatia é um dos fenômenos pouco estudados no Cerrado. Trata-se de uma ocorrência natural, resultante da liberação de substâncias capazes de estimular ou inibir o desenvolvimento de outras plantas. Objetivou-se neste trabalho avaliar a ação alelopática de extratos da sucupira-branca (Pterodon emarginatus sobre a germinação e o desenvolvimento da raiz e parte aérea do capim-colonião (Panicum maximum. Bioensaios de germinação realizados em placas de Petri comprovaram que o extrato metanólico do tronco dessa planta, a 150 ppm, inibiu 83% do desenvolvimento da raiz, 75% da parte aérea e 30% da germinação de sementes de capim-colonião. Em casa de vegetação, os resultados de inibição foram de 83% para a parte aérea, 80% para a raiz e 63% para a germinação, mas somente na concentração de 400 ppm. Frações do extrato metanólico bruto obtidas por cromatografia de coluna cromatográfica não reproduziram os resultados de inibição obtidos inicialmente. A fração mais ativa (diclorometano/clorofórmio foi analisada por CG/EM. Ela é constituída fundamentalmente por substâncias alifáticas de cadeia longa: fitol (13,5%, ácido oléico (12,8%, linoleiladato de metila (10,9% e ácido palmítico (6,9%. Foram detectados, também, os compostos 1,2,4-trimetil e isopropilbenzenos (12,2% e as cetonas isoméricas isopropenilmetilcetona e 3-penten-2-ona (7,3%. Três compostos desconhecidos também se destacaram: um de baixa massa molar (98 Da, 13,5% e dois de massa molar elevada (13,6%.Allelopathy is one of the natural phenomena little studied in the cerrado. It is the result of the release of substances capable of stimulating or inhibiting the growth of other plants. The objective of this work was to evaluate the allelophatic action of the white sucupira (Pterodon emarginatus stem extract on the germination and development of colonião grass (Panicum maximum under germination, root and aerial part development of coloni

  20. Utilization of raw materials from agroindustry – sugar cane juice and yeast extract – for asparaginase production by Zymomonas mobilis CP4/ Uso de matérias primas da agroindústria – garapa e extrato de levedura – na produção de asparaginase por Zymomonas mobilis CP4

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Antonia Pedrine Colabone Celligoi

    2007-08-01

    Full Text Available Sugar cane juice and yeast extract have been used for asparaginase production by Z. mobilis CP4. A complete factorial design of two variables (yeast extract and asparagin at three levels (1.0; 5.5 and 10.0 g/L with one replication at the central point was used. Batch fermentation utilised sugar cane juice diluted at 8 % (W/V of Total Sugars and an inoculum of 2 mg of cells/mL. After fermentation time of 18 hours, the highest production of asparaginase was 9.75 U/L using both yeast extract (5.5 g/L and asparagin (1.0 g/l.Garapa e extrato de levedura foram usados na produção de asparaginase por Zymomonas mobilis CP4. Na otimização utilizou metodologia de superfície de resposta com 2 variáveis (extrato de levedura e asparagina em 3 níveis (1,0; 5,5 e 10,0 g/L e uma repetição do ponto central. A fermentação em batelada utilizou garapa diluída a 8 % (P/V de Açúcares Totais e inóculo de Zymomonas mobilis CP4 na concentração de 2 mg/mL. Após a fermentação de 18 horas, a maior produção obtida de asparaginase foi de 9,75 U/L em extrato de levedura em 5,5 g/L e asparagina em 1,0 g/L.

  1. Efeito de extratos vegetais no controle de Fusarium oxysporum f. sp tracheiphilum em sementes de caupi Effect of naturals extracts on the control of Fusarium oxysporum f. sp tracheiphilum in cowpea seeds

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jandiê Araújo da Silva

    2009-04-01

    Full Text Available A fusariose é uma doença de grande importância para a cultura do feijoeiro em virtude da redução da produtividade. O controle da doença vem sendo realizado com aplicações indiscriminadas de fungicidas químicos, acarretando problemas ao homem e ao meio ambiente. Objetivou-se, no presente trabalho, avaliar o efeito de extratos vegetais no controle de Fusarium oxysporum f. sp tracheiphilum, proveniente de sementes de caupi, comparando-se com o efeito do fungicida químico. Utilizaram-se extratos de alho, angico e manjericão, isolados ou combinados entre si e ou em associação ao fungicida Mancozeb. Uma alíquota de 50 µL de cada tratamento foi adicionada em orifício feito no centro das placas de Petri com BDA, sobre o qual depositou-se um disco de micélio do fungo. Avaliou-se durante sete dias, medindo-se o crescimento micelial do patógeno. Sementes de caupi foram desinfestadas com hipoclorito de sódio a 4,0%, semeadas em sacos de polietileno contendo solo autoclavado. Oito dias após germinação, efetuaram-se ferimentos no colo das plântulas, aplicando-se suspensão de esporos do fungo (1,4 x 10-5 con/mL. As avaliações de severidade da doença foram realizadas diariamente durante 30 dias após a inoculação, utilizando-se escala de notas. Os extratos combinados de alho + manjericão e angico + manjericão não inibiram o crescimento micelial do fungo, enquanto o extrato de manjericão isoladamente, proporcionou o menor crescimento micelial, indicando a ação fungicida e inibitória desse tratamento sobre o fungo F. oxysporum f. sp tracheiphilum nas condições analisadas. O fungicida Mancozeb + o extrato de angico proporcionou menor média de severidade nas plantas avaliadas.Wilt caused by Fusarium sp. in cowpea crop is a disease of great importance because it causes yield decrease. The control of this disease has been accomplished with uncontrolled applications of chemical fungicides causing problems for humans and

  2. Avaliação química e da atividade antidiarréica das folhas de Byrsonima cinera DC. (Malpighiaceae Chemical evaluation and antidiarrhoeal activity of leaves of Byrsonima cinera DC. (Malpighiaceae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Eloisa Figueiredo

    2005-03-01

    Full Text Available Folhas e cascas de algumas especies do gênero Byrsonima (Malpighiaceae são empregadas popularmente contra diarréia. Contudo, não existem dados na literatura à respeito de investigacões químicas ou farmacológicas dos extratos de B. cinera. Neste estudo, nós avaliamos a atividade antidiarreica dos extratos metanólico e hidrometanólico das folhas de B. cinera em ratos Swiss. Os resultados mostraram que ambos os extratos reduziram signitivamente a motilidade intestinal. Investigacão fitoquímica do extrato metanólico levou ao isolamento e identificacão da (+-catequina e da quercetina-3-O-a-L-arabinopiranosídeo. A atividade observada pode estar correlacaionada com a presença dessas substâncias nos extratos.Leaves and bark of some Byrsonima species (Malpighiaceae are popularly employed against diarrhoeal diseases. However, no data were reported in the literature about the chemisty and pharmacology of extracts from B. cinera leaves. In the present study we evaluated the anti-diarrhoeal activity of methanolic and hydromethanolic extracts obtained from the leaves of B. cinera in Swiss mice. Results showed that both extracts reduced significantly the gastrintestinal motility. Phytochemical evaluation of the methanolic extract led to the isolation and identification of (+-catechin and quercetin-3-O-a-L-arabinopyranoside. The observed activity may be correlated to the presence of these compounds in the extract.

  3. Ação de extratos de plantas medicinais sobre juvenis de Meloidogyne incognita raça 2

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria da Conceição Beserra Martins

    Full Text Available RESUMO Os fitonematoides são parasitas que afetam seriamente as culturas em todo o mundo comprometendo a produção agrícola e, por vezes, inviabilizando a utilização de numerosas áreas de cultivo. A busca por medidas alternativas de controle em substituição aos nematicidas convencionais é uma preocupação mundial, justificando pesquisas com substâncias naturais por serem eficientes e ecologicamente corretos. Objetivou-se neste trabalho avaliar o efeito de extratos vegetais de agrião-do-brejo (Eclipta alba L., alfavaca (Ocimum basilicum, artemísia (Artemísia vulgaris, capim citronela (Cymbopogon winteranus, chambá (Justicia pectoralis, confrei (Symphytum officinalle, hortelã (Mentha x vilosa, lombrigueira (Spigelia anthelmia, mastruz (Chenopodium ambrosioides e menta (Mentha arvensis na motilidade e mortalidade de juvenis de Meloidogyneincognita raça 2. Os extratos, obtidos a partir de folhas secas sob infusão ou sob maceração em água, foram diluídos e distribuídos em placas de Petri às quais foram adicionados 50 juvenis de segundo estádio (J2. Após permanecerem por 48 horas nos extratos, todos os J2 móveis ou imóveis foram contados e, em seguida, transferidos para água determinando-se, após 24 horas, a porcentagem de J2 mortos. Os J2 ainda ativos foram inoculados em mudas de tomateiro ‘Santa Clara’ em casa de vegetação para avaliar a sua infectividade. Os extratos macerados das plantas medicinais, excetuando-se capim citronela, hortelã e menta, apresentaram alta atividade nematicida com mais de 70% de J2 mortos. Mortalidade total ocorreu em extratos de lombrigueira, agrião-do-brejo e mastruz. A ausência de galhas nas raízes de tomateiros inoculados confirmou o efeito tóxico desses extratos.

  4. Extratos vegetais como alternativas aos antimicrobianos promotores de crescimento para leitões recém-desmamados Herbal extracts as alternatives to antimicrobial growth promoters for weanling pigs

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leandro Batista Costa

    2007-06-01

    Full Text Available Avaliou-se, por meio do desempenho e da morfometria de órgãos, o uso de extratos vegetais como alternativas aos antimicrobianos promotores de crescimento para leitões recém-desmamados. Um experimento em blocos casualizados, com 35 dias de duração, foi realizado para testar cinco tratamentos: ração basal; antimicrobiano - ração basal com colistina + tiamulina (75 ppm de cada; extratos vegetais - ração basal com 420 ppm de cravo (Ec; orégano (Eo e cravo + orégano (Ec + Eo, respectivamente. Os extratos continham óleo essencial de cravo + eugenol e orégano + carvacrol. Para análise do desempenho, foram utilizados 80 leitões, oito repetições por tratamento e dois animais por unidade experimental. Ao final do período experimental, um animal de cada baia, dos quatro primeiros blocos, foi abatido para avaliação da morfometria de órgãos. Foram testados contrastes específicos de importância prática. No período de 24 a 38 dias de idade, os animais do tratamento antimicrobiano apresentaram melhor conversão alimentar (CA em comparação àqueles dos tratamentos com extratos. Os animais do tratamento com cravo (Ec tiveram melhor CA em comparação àqueles do tratamento com orégano (Eo. No período total, os animais do tratamento antimicrobiano apresentaram maior peso aos 59 dias de idade (P59 e ganho diário de peso (GDP em relação à média dos animais dos tratamentos com extratos. Os animais do tratamento Ec + Eo apresentaram maior P59 e GDP em relação à média dos outros tratamentos com extratos. Para a morfometria de órgãos, os antimicrobianos proporcionaram maior peso relativo dos rins em relação à média dos outros tratamentos com extratos vegetais. De modo geral, os antimicrobianos proporcionaram os melhores desempenhos dos leitões em fase de creche. Quanto aos extratos vegetais, a combinação de Ec+Eo acarretou desempenho muito próximo ao obtido com os antimicrobianos, demonstrando ser uma alternativa

  5. Extratos de Curcuma longa L. e Kalanchoe brasiliensis Camb. no tratamento local do envenenamento por Bothrops alternatus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    F. V. Fonseca

    Full Text Available Este trabalho teve como objetivo a utilização dos extratos aquosos das plantas Curcuma longa e Kalanchoe brasiliensis na terapêutica tópica complementar do envenenamento botrópico experimental em camundongos, visando a antagonização dos efeitos locais (edema, hemorragia e necrose provocados pelo veneno. O experimento mostrou que os melhores resultados foram obtidos com o extrato de Kalanchoe brasiliensis.

  6. Aproveitamento da casca de citros na perspectiva de alimentos: prospecção da atividade antibacteriana Utilization of citrus by-products in food perspective: screening of antibacterial activity

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carin Gerhardt

    2012-05-01

    Full Text Available Os citros são as frutas mais produzidas e consumidas no mundo. O Brasil ocupa primeiro lugar na produção mundial e na exportação de suco de laranja, sendo o Estado do Rio Grande do Sul um importante produtor. Ao longo do cultivo e do processamento dos citros, são geradas toneladas de resíduos de baixo valor comercial, mas com grande potencial de aproveitamento dentro da indústria de alimentos. Esses resíduos possuem elevados teores de nutrientes, pigmentos e componentes bioativos, bem como possuem baixa toxicidade e baixo custo. Há evidências de que a casca de diferentes espécies de citros possui princípios ativos antibacterianos e antifúngicos. O objetivo deste trabalho, portanto, foi verificar a atividade antibacteriana de extratos alcoólicos da casca de citros na perspectiva da desinfecção e da conservação de alimentos, propondo alternativas sustentáveis e naturais voltadas a consumidores cada vez mais preocupados com sua saúde. Foram obtidos extratos alcoólicos da casca crua de bergamota-ponkan (Citrus reticulata Blanco, pomelo (Citrus maxima (Burm. Merr. e limão-bergamota (Citrus limonia Osbeck ou limão-cravo maduros, provenientes de cultivo agroecológico, cujas atividades antibacterianas foram avaliadas quanto à Concentração Inibitória Mínima (CIM e à Concentração Bactericida Mínima (CBM frente a cinco diferentes bactérias. O extrato de limão-bergamota apresentou a melhor atividade antibacteriana, apresentando CIM em torno de 24 mg.mL-1 e CBM de 42 mg.mL-1 para as bactérias mais resistentes. A bactéria mais sensível a todos os extratos foi Pseudomonas aeruginosa, com CIM entre 16 e 36 mg.mL-1 e CBM entre 28 e 49 mg.mL-1. Os extratos inibiram ou inativaram na sua totalidade as bactérias testadas, indicando a possibilidade de se tornarem alternativas naturais na desinfecção e na conservação de alimentos.Citrus are the most produced fruits in the world. Brazil ranks first in global production and

  7. Atividade biológica da jurema-preta (Mimosa tenuiflora (Wild Poir. sobre Staphylococcus aureus isolado de casos de mastite bovina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise A. C. Bezerra

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi avaliar a sensibilidade do Staphylococcus aureus ao extrato da jurema-preta (Mimosa tenuiflora (Wild Poir.. Foram isoladas 25 cepas de S. aureus de amostras de leite de vacas com histórico de mastite clínica e subclínica, submetidas ao teste de atividade antimicrobiana do extrato de M. tenuiflora. Os testes de sensibilidade in vitro foram realizados utilizando o método de difusão em meio sólido. Em seguida foram inoculados 50 μL do extrato nas seguintes diluições 1:1; 1:2; 1:4; 1:8; 1:16; 1:32; 1:64; 1:128; 1:256; 1:512. As placas foram incubadas a 37 °C, por um período de 24 a 48 h. Os ensaios foram realizados em triplicata. Observou-se halos de inibição entre 6 e 25 mm de diâmetro. O percentual de sensibilidade das amostras testadas foi distribuido em: 1:1 a 1:32 (100%; 1:64 (92%; 1: 128 (72%; 1:256 (28%; 1:512 (0%. O estudo da M. tenuiflora sobre as amostras de S. aureus testadas demonstrou que a planta tem ação antimicrobiana.

  8. Avaliação da atividade antimicrobiana das partes aéreas (folhas e caules e raízes de Richardia brasiliensis Gomez (Rubiaceae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adda Daniela Lima Figueiredo

    2009-12-01

    Full Text Available Richardia brasiliensis é uma planta utilizada popularmente como expectorante, emética, diaforética, vermífuga e para o tratamento de hemorróidas. O presente estudo objetivou realizar a prospecção fitoquímica e avaliar a ação antimicrobiana do extrato bruto das partes aéreas e raízes de R. brasiliensis. O extrato etanólico bruto foi obtido a partir do material botânico dessecado e pulverizado. O pó das partes aéreas e raízes foram submetidos à triagem fitoquímica. A atividade antimicrobiana foi realizada contra bactérias Gram-positivas esporuladas e não esporuladas, Gramnegativas e a levedura Candida albicans através da determinação da concentração inibitória mínima por diluição em ágar empregando-se o inoculador de Steers. A triagem fitoquímica evidenciou a presença de esteróides, triterpenóides, cumarinas, resinas, alcalóides e flavonóides. A CIM do extrato das partes aéreas variou de 0,37 a 0,74 mg/mL e das raízes de 0,74 a 11,9 mg/ mL. Concluiu-se que tanto o extrato etanólico bruto das partes aéreas quanto das raízes apresentaram atividade antimicrobiana. Palavras-chave: Atividade antimicrobiana. CIM. Plantas medicinais.

  9. Atividade inseticida de extratos etanólicos de plantas sobre Spodoptera frugiperda (J.E.Smith (Leptopdera noctuidae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sérgio Roberto Rodrigues

    2008-11-01

    Full Text Available Spodoptera frugiperda é uma importante praga na cultura do milho, e o estudo de plantas com propriedades inseticidas para auxílio no controle desta praga tem aumentado devido aos benefícios que pode proporcionar. Desta forma, desenvolveu-se o trabalho com objetivo de avaliar o efeito de extratos etanólicos de Ocotea minarum, Nectandra megapotamica, Mascagnia pubiflora, Terminalia argentea e Tabebuia aurea, sobre S. frugiperda. Folhas de milho foram imersas nos extratos a 1% (peso/volume e, depois de evaporado o excesso de água, fornecidas à lagartas de primeiro ínstar. Para o estudo de biologia, lagartas recém-eclodidas foram mantidas em tubos de vidro, enquanto que nos testes de preferência alimentar foram acondicionadas em placas de Petri. Os efeitos na biologia de S. frugiperda foram observados para os extratos de O. minarum, N. megapotamica, M. pubiflora e T. argentea. Tabebuia aurea promoveu maior mortalidade larval. Na fase pupal O. lancifolia, T. aurea e T. argentea promoveram redução do peso pupal. Folhas de milho tratadas com extratos de M. pubiflora, T. argentea e N. megapotamica não foram preferidos para alimentação. Todas as espécies vegetais apresentaram efeito inseticida.

  10. Extratos vegetais no controle de patógenos em sementes de Pterogyne nitens Tul

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José George Ferreira Medeiros

    Full Text Available A demanda por sementes florestais para reflorestamento e outras finalidades poderá se constituir em um meio de disseminação de patógenos, que podem comprometer a qualidade fisiológica das sementes. Assim, objetivou-se avaliar o efeito de extratos naturais de melão-de-são-caetano (Momordica charantia e alamanda (Allamanda blanchetti sobre a micoflora e a fisiologia de sementes de Pterogyne nitens. Os seguintes tratamentos fitossanitários foram avaliados: testemunha (sementes não tratadas; fungicida Captan® (240 g/100 kg, e extratos de melão-de-são-caetano e alamanda nas concentrações de 10, 100, 500 e 1000 ppm. No teste de germinação, avaliaram-se a porcentagem de germinação, a primeira contagem e o índice de velocidade de germinação (IVG. Os extratos vegetais de melão-de-são-caetano e alamanda reduziram a incidência de fungos e aumentaram o percentual de germinação das sementes de P. nitens.

  11. Atividade relativa da catalase de losna-branca (Parthenium hysterophorus comparada à de outras espécies daninhas Catalase relative activity of ragweed (Parthenium hysterophorus compared to that of other weed species

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    S.J.P. Carvalho

    2012-06-01

    Full Text Available Este trabalho foi desenvolvido com o objetivo de avaliar a atividade relativa da catalase em extrato aquoso de losna-branca (Parthenium hysterophorus, bem como comparála à atividade da catalase de outras espécies daninhas. O trabalho constou de três fases, que envolveram a padronização do método, comparação da atividade relativa da catalase de plantas da família Asteraceae e comparação com outras 11 espécies daninhas, sendo estas: Euphorbia heterophylla, Alternanthera tenella, Cenchrus echinatus, Panicum maximum, Amaranthus viridis, Ipomoea hederifolia, Galinsoga parviflora, Bidens pilosa, Sonchus oleraceus, Cyperus rotundus e Commelina benghalensis. Observou-se resposta linear crescente da reação entre extrato aquoso de losna-branca e peróxido de hidrogênio, em razão da concentração do extrato vegetal. Em todas as fases, a atividade relativa da catalase de extrato de losna-branca foi superior à atividade da catalase das demais espécies daninhas. Com os dados obtidos nas três fases, conclui-se que a maior atividade relativa observada para a catalase da losnabranca contribui significativamente para a tolerância dessa espécie ao herbicida paraquat. Essa maior atividade pode ser consequência da maior concentração enzimática nas células ou devido à maior atividade intrínseca da enzima (afinidade enzima-substrato, havendo necessidade de estudos mais precisos para essa conclusão.This work was carried out to evaluate catalase relative activity of ragweed (Parthenium hysterophorus aqueous extract, as well as to compare it with catalase activity of other weed species. It consisted of three phases, involving method standardization, comparison of the catalase relative activity in Asteraceae family plants and that of ragweed catalase activity with the following 11 weed species: Euphorbia heterophylla, Alternanthera tenella, Cenchrus echinatus, Panicum maximum, Amaranthus viridis, Ipomoea hederifolia, Galinsoga parviflora

  12. Potencial do flavedo (epicarpo de Citrus aurantifolia cv. Tahiti no controle do bolor verde e da antracnose em citros

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo Toffano

    2012-03-01

    Full Text Available O Brasil é considerado o maior produtor de citros e o maior exportador de suco de laranja. Doenças de pós-colheita representam uma grande perda para a citricultura, sendo que para a exportação de frutos são rígidas as exigências com relação a isenção de resíduos químicos nos mesmos. Patógenos de importância em pós-colheita de citros incluem o Penicillium digitatum, agente causal do bolor-verde e o Colletotrichum gloeosporioides, agente causal da antracnose. Dada a importância econômica que representam estas doenças dos frutos cítricos, tanto em termos de comprometimento da qualidade e dificuldade de controle, a busca de alternativas adicionais que possam viabilizar a capacidade produtiva e garantir a obtenção de frutos com excelentes padrões de qualidade torna-se imprescindível. Portanto, estudou-se os efeitos dos extratos aquosos do flavedo de Citrus aurantifolia var. Tahiti, Lentinula edodes, Agaricus subrufescens (syn. Agaricus brasiliensis, albedo de Citrus sinensis var. Valência e do ácido jasmônico no controle póscolheita do bolor verde e da antracnose e na indução de resistência em frutos de laranjeira Valência (Citrus sinensis. Foi possível observar que o extrato aquoso do flavedo (C. aurantifolia apresentou efeito inibitório sobre os patógenos, quando tratados em pós-colheita, em função da redução dos sintomas e esporulação. Porém, os extratos de albedo (C. sinensis, L. edodes, A. subrufescens e o ácido jasmônico não apresentaram efeitos sobre P. digitatum e C. gloeosporioides.

  13. Compatibility of entomopathogenic nematodes and aqueous plant extracts aiming at the control of fruit fly Ceratitis capitata (Wiedemann (Diptera: TephritidaeCompatibilidade de nematóides entomopatogênicos e extratos vegetais aquosos visando o controle da mosca-das-frutas Ceratitis capitata (Wiedemann (Diptera: Tephritidae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristhiane Rohde

    2013-06-01

    vezes, tem sido ineficiente, devido ao desenvolvimento de populações de insetos resistentes. Assim, tem surgido a necessidade de pesquisas com novas formas de controle eficazes e menos impactantes. Nesse sentido, a utilização de nematóides entomopatogênicos e extratos vegetais tem se mostrado eficiente para o controle dessa praga. No entanto, são necessários estudos para avaliar a compatibilidade entre esses métodos, visando o seu uso, em programas de manejo integrado, para essa praga. O objetivo desse trabalho foi avaliar a compatibilidade dos nematóides Steinernema carpocapsae ALL e Heterorhabditis sp. JPM4 com os extratos aquosos, preparados com vegetais secos da folha, ramo e fruto de cinamomo (Melia azedarach, folha de arruda (Ruta graveolens, gengibre (Zingiber officinales e alho (Allium sativum visando o controle de C. capitata. O bioensaio foi conduzido em delineamento inteiramente casualizado, com quatro repetições, por tratamento. Cada repetição foi constituída de um tubo de vidro, contendo 1 mL de extrato vegetal, 40% p/v e 1 mL de suspensão de nematóide entomopatogênico, com 1800 JI/mL, para S. carpocapsae ALL e 600 JI/mL, para Heterorhabditis sp. JPM4. Foi avaliada a viabilidade dos nematóides e a infectividade desses sobre larvas de C. capitata, após 48 e 120 horas. Verificou-se que todos os extratos reduziram a viabilidade e a infectividade de ambos os nematóides, sendo incompatíveis, após 120 horas de exposição. O nematóide Heterorhabditis sp. JPM4 foi mais sensível em relação ao S. carpocapsae ALL, pois apresentou, nas primeiras 48 horas redução na viabilidade e infectividade superior a 80 e 75%, respectivamente, quando exposto a todos os extratos, exceto o de gengibre.

  14. Allelopathic effects of aqueous extracts of Artistolochia esperanzae O.Kuntze on development of Sesamum indicum L. seedlings Efeitos alelopáticos de extratos aquosos de Aristolochia esperanzae O.Kuntze sobre desenvolvimento de plântulas de Sesumum indicum L.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Beatriz Gatti

    2010-06-01

    Full Text Available Aristolochia esperanzae is a climbing plant that occurs in the savanna regions of Brazil. The aim of this work was to identify the effects of aqueous extracts of A. esperanzae on germination, root growth and xylem cell development of sesame seedlings. Leaf and shoot extracts were prepared at concentrations of 1.5 and 3%. Extracts caused marked changes in germination and seedling growth with greatest inhibition produced by root extracts. Morphological changes and decreased growth and development of seedlings were also observed. The extracts of A. esperanzae caused a reduction of 50% in the size of root xylem cells and marked changes in the primary root and in the number of secondary roots.Aristolochia esperanzae é uma trepadeira que ocorre no cerrado do sudeste do Brasil. Os objetivos deste trabalho foram de identificar os efeitos dos extratos aquosos de A. esperanzae sobre a germinação, crescimento da raiz e de células do xilema de plântulas de gergelim. Extratos de folhas, caule e raiz foram preparados nas concentrações de 1,5 e 3,0%. Os extratos causaram alterações na germinação e no crescimento das plântulas com inibição maior causada pelos extratos de raízes. Observou-se mudanças morfológicas e decréscimo no crescimento e desenvolvimento das plântulas de gergelim. Os extratos de A. esperanzae causaram uma inibição de até 50% no tamanho das células do xilema das raízes e mudanças na raiz primária e no número de raízes secundárias.

  15. Efeito anti-helmíntico dos extratos aquosos e etanólicos da Annona squamosa L. (fruta-do-conde sobre o nematóide Ascaridia galli Anthelmintic effect of aqueous and ethanolic extracts from Annona squamosa L. (sweetsop on the nematode Ascaridia galli

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    M.Z.L.C.M. Fernandes

    2009-01-01

    Full Text Available As plantas são fontes importantes de produtos naturais biologicamente ativos. Dentre as plantas usadas na medicina popular a Anonna squamosa conhecida como fruta-do-conde é citada como tendo várias ações medicinais, dentre elas a atividade inseticida e anti-helmíntica. Dentro desta perspectiva, objetivou-se determinar a atividade anti-helmíntica dos extratos aquosos (EA e etanólicos (EE das folhas da fruta-do-conde sobre o nematóide de aves Ascaridia galli, in vitro e in vivo. No primeiro, os nematóides foram colocados em placa de Petri contendo diferentes concentrações dos extratos e no segundo foram utilizadas seis galinhas poedeiras por grupo, as quais foram administrados10 mL Kg-1 dos extratos. No teste in vitro o EA da A. squamosa nas concentrações 2,4 e 9,6 mg mL-1 foi capaz de matar 63,33% e 53,33% dos nematóides, respectivamente. O EE não produziu efeito significativo. No teste in vivo, o percentual de eliminação do EA foi de 39% e do EE de 20%. Estes dados sugerem que neste caso a substância responsável pela mortalidade dos parasitos esteja em maior concentração na fração aquosa. Desta maneira, acredita-se que o EA de A. squamosa apresenta uma atividade anti-helmíntica potencial sobre o A. galli.Plants are important sources of biologically active natural products. Among the plants used in popular medicine, Annona squamosa, known as sweetsop, is reported to have several medicinal actions such as insecticidal and anthelmintic activity. Therefore, this study aimed to assess the anthelmintic activity of aqueous (AE and ethanolic (EE extracts from sweetsop leaves on the chicken roundworm Ascaridia galli, both in vitro and in vivo. In the former, nematodes were placed on a Petri plate containing different concentrations of the extracts; in the in vivo test, six egg-laying chickens per group received 10 mL Kg-1 of the extracts. In vitro results indicated that A. squamosa AE at the concentrations 2.4 and 9.6 mg mL-1

  16. Análise comparativa do potencial alelopático do extrato hidroalcoólico e do óleo essencial de folhas de cipó-d'alho (Bignoniaceae Comparative analyses of the allelopathic potential of the hydroalcoholic extract and essential oil of "Cipo-d'alho" (Bignoniaceae leaves

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    A.P.S. Souza Filho

    2009-01-01

    Full Text Available A alelopatia é um importante mecanismo que influencia a estabilidade de agroecossistemas. A identificação desse caráter, em muitos casos, realiza-se via análise dos efeitos de extratos brutos polares. No presente trabalho, caracterizou-se a atividade alelopática do cipó-d'alho (Mansoa standleyi - Bignoniaceae, analisando-se, comparativamente, o extrato hidroalcoólico e o óleo essencial das folhas da planta, procurando-se estabelecer a necessidade de se considerar, em estudos dessa natureza, a abordagem envolvendo extratos apolares. Realizaram-se bioensaios de germinação e desenvolvimento da radícula e do hipocótilo de malícia (Mimosa pudica, em períodos de dez dias, empregando-se concentrações de 0,5%, 1,0% e 2,0%. Foram identificados, ainda, os principais constituintes químicos do óleo essencial. Os resultados indicaram que tanto o extrato hidroalcoólico como o óleo essencial apresentaram potencial para inibir a germinação e o desenvolvimento da radícula e do hipocótilo. O extrato hidroalcoólico manifestou maior potencial inibitório sobre a germinação, enquanto o óleo essencial promoveu inibições mais expressivas sobre o desenvolvimento da radícula e do hipocótilo. Os efeitos estiveram positivamente associados à concentração, com efeitos máximos e mínimos obtidos nas concentrações de 2,0% e 0,5%, respectivamente. Compostos sulfurados, como o dissulfeto de dialila (42,15% e o trissulfeto de dialila (11,25%, isoladamente ou em associação, estão envolvidos nos efeitos alelopáticos promovidos pelo óleo essencial. Adicionalmente, os resultados obtidos apontam para a necessidade de se considerar a utilização de extratos apolares quando da análise da atividade alelopática de uma dada planta, especialmente se não houver informações sobre a produção de óleo essencial pela planta prospectada.Allelopathy is an important mechanism that affects the stability of agro-eco systems. The identification of

  17. Avaliação de extratos de macroalgas bênticas do litoral catarinense utilizando o teste de letalidade para Artemia salina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cintia Lhullier

    Full Text Available Foram coletadas amostras de algas marinhas de 19 espécies (sendo 4 pertencentes ao filo Chlorophyta, 5 ao filo Phaeophyta e 10 ao filo Rhodophyta em dois locais do litoral catarinense. Os extratos etanólicos foram submetidos ao teste de letalidade para larvas de Artemia salina com objetivo de realizar uma triagem das espécies. Dos 26 extratos testados, 25 apresentaram toxicidade significativa em pelo menos uma das 3 concentrações testadas. O grupo de algas vermelhas (Rhodophyta foi o que obteve maior porcentagem de extratos com resultados estatisticamente significativos pelo método do qui-quadrado e também menores valores de CL50, com destaque para Acanthophora spicifera, Hypnea musciformis e Pterocladiella capillacea. Observaram-se diferenças entre as espécies de um mesmo gênero (Codium decorticatum e Codium isthmocladium e também a influência de fatores ambientais (Hypnea musciformis na toxicidade dos extratos.

  18. Respostas na germinação e no crescimento inicial de rabanete sob ação de extrato aquoso de Piper mikanianum (Kunth Steudel Responses in germination and early growth of radish under the influence of an aqueous extract of Piper mikanianum (Kunth Steudel

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Junior Borella

    2012-06-01

    Full Text Available Este trabalho objetivou avaliar os efeitos alelopáticos de folhas de pariparoba sobre a germinação e o crescimento inicial do rabanete (Raphanus sativus L.. Foram utilizados extratos de folhas maduras frescas nas concentrações 2, 4 e 8% (p/v, cujo pH e potencial osmótico foram aferidos. No bioensaio de germinação foram empregadas cinco repetições de 25 sementes distribuídas em placas de petri forradas com papel Germitest, umedecido com 7 mL de extrato ou água e mantidos a 25ºC em B.O.D. por cinco dias. A porcentagem de germinação (PG, velocidade de germinação (VG, índice de velocidade de germinação (IVG e índice de efeito alelopático (RI foram determinados. No bioensaio de crescimento inicial, sementes germinadas até atingirem 2 mm de protusão radicular foram transferidas para caixas Gerbox contendo papel Germitest e 15 mL de extrato ou água, permanecendo sete dias a 25ºC em B.O.D. para a avaliação do comprimento da radícula e do hipocótilo, da massa fresca e seca, do conteúdo de água e do teor de clorofila (a, b e total. Todos os parâmetros de germinação (PG, VG, IVG e RI foram afetados negativamente pelos extratos de P. mikanianum. O crescimento inicial foi influenciado pelos extratos, resultando em redução do comprimento da radícula e aumento do hipocótilo. Além disso, os extratos causaram redução da biomassa fresca e do conteúdo de água a 8% e incrementos dos teores de clorofila b e total a 2 e 4%. Assim, a espécie Piper mikanianum exerce efeito alelopático sobre o rabanete.This study evaluated the allelopathic effects of an extract from P. mikanianum leaves on the germination and early growth of radish (Raphanus sativus L.. Leaf extracts were prepared at concentrations of 2, 4 and 8%. The pH and osmotic potential of the extracts were determined. Germination bioassay consisted of five replicates of 25 radish seeds distributed in Petri dishes with germitest paper and 7 mL of extract or water, and

  19. Effect of light intensity and growth substratum on plant development and production of secondary metabolites in Cordia curassavica (Jacq. Roem. & Schult Efeito da intensidade de luz e substrato no crescimento da planta e produção de metabólitos secundários em Cordia curassavica (Jacq. Roem. & Schult

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Terezinha Silveira Paulilo

    2010-06-01

    Full Text Available Cordia curassavica (Jacq. Roem. & Schult. (Boraginaceae, also referred to as Cordia verbenacea DC, has been traditionally used for medicinal purposes. This study was driven to verify the behavior of the species in similar conditions to its natural environment, such as high light intensity and sandbank soil, and in conditions of low light intensity and fertilized substratum (dystroferric red nitosoil plus earthworm humus. The growth of the plant, the income of leaf crude extracts and, in the alcoholic extract, the number of substances found in thin layer cromatography and the toxicity of the substratum was observed. The results indicated that the growth of the root biomass, stem and leaves in discharge or lower light intensity was similar, but smaller in sandbank soil than in fertilized soil. The relative income of extracts in ether of petroleum and alcohol was larger in high light intensity and fertilized substratum. The light intensity and the substratum type didn't affect the number of substances detected in the alcoholic extract or the toxicity of this extract. Stains corresponding to the rosmarinic acid were only evidenced in some samples of the alcoholic extract, not allowing the verification of the effect of the treatments about its production.Cordia curassavica (Jacq. Roem. & Schult. (= Cordia verbenacea DC., Boraginaceae, tem sido tradicionalmente utilizada com propósitos medicinais. Este estudo verificou o comportamento da espécie em condições similares ao ambiente natural, alta intensidade de luz e solo de restinga e em condição de baixa intensidade de luz e substrato adubado (solo distroférrico mais húmus de minhoca. valiaram-se o crescimento da planta, o rendimento de extratos brutos de folha, o número de substâncias encontradas em cromatografia de placa no extrato alcoólico e a toxicidade do substrato. Os resultados indicaram que o crescimento da biomassa de raiz, de caule e de folhas em alta ou baixa intensidade de luz

  20. Estimativa da composição química corporal de tourinhos Santa Gertrudes a partir da composição química e física das 9-10-11ª costelas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Henrique Wignez

    2003-01-01

    Full Text Available Foram obtidas equações de regressão linear simples para estimar a composição química corporal de bovinos Santa Gertrudes, a partir da composição química e física do corte das 9-10-11ª costelas. Quinze tourinhos, entre nove a 15 meses de idade e de 220 a 505 kg de peso, foram mantidos confinados. Os animais foram abatidos após jejum completo de 18 horas, sendo que seis deles foram abatidos após adaptação. A composição química em água, proteína, extrato etéreo e minerais foi determinada no corte das costelas e em amostras obtidas após moagem completa e homogeneização de todos os tecidos corporais, divididos em: sangue, couro, cabeça + patas, vísceras e carcaça. A composição física do corte das costelas foi obtida por separação manual do músculo, gordura e ossos. O peso do corpo vazio foi altamente correlacionado ao peso da carcaça quente (rsuperscript two = 0,99. As porcentagens de água e extrato etéreo das 9-10-11ª costelas mostraram-se altamente correlacionadas com a composição química do corpo vazio, o que não ocorreu para as porcentagens de proteína e minerais. Esses teores foram calculados pela composição do corpo vazio desengordurado. A composição física do corte das costelas foi eficiente para estimar as porcentagens de água, extrato etéreo e minerais do corpo vazio, utilizando-se a porcentagem de gordura separável das costelas, mas não para estimar o teor de proteína. A composição física do corte das costelas demonstrou ser uma técnica eficiente, mas a composição química apresentou maiores coeficientes de determinação e menores erros da estimativa. Como a porcentagem de água no corpo vazio e no corte das costelas (rsuperscript two = 0,95, e as porcentagens de água e de extrato etéreo no corpo vazio foram altamente correlacionadas (rsuperscript two = 0,94, a porcentagem de água no corte das 9-10-11ª costelas poderia ser a única variável para estimativa da composição qu

  1. Investigação das atividades antinociceptiva e antiedematogênica do extrato etanólico das folhas de Joannesia princeps Vellozo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    C. A. CANESCHI

    2009-08-01

    Full Text Available O presente estudo investigou as atividades antinociceptiva e antiedematogênica do extrato etanólico das folhas de J. princeps através dos testes de contorções abdominais, formalina, placa quente e edema de pata induzido por carragenina. O extrato etanólico reduziu (p < 0,05 as contorções abdominais (100 mg/kg = 55,75±1,29 e 200 mg/kg = 47,75±1,35 quando comparado ao grupo controle (67,25±1,51. Ambas as fases do teste de formalina foram inibidas (p < 0,05: 1ª fase (50 mg/kg = 79,50±1,12; 100 mg/kg = 69,37±1,03 e 200 mg/kg = 56,75±1,95 e 2ª fase (50 mg/kg = 86,50±1,22; 100 mg/kg = 69,62±1,66 e 200 mg/kg = 49,37±1,50. Após 90 min de tratamento, o limiar nociceptivo dos animais quando avaliados no modelo de placa quente foi aumentado de forma significativa com o extrato nas doses de 100 mg/kg (8,12±0,48 e 200 mg/kg (10,25±0,45 quando comparados com o grupo controle (6,62±0,46. Após 3 h de aplicação da carragenina, a dose de 200 mg/kg (0,43±0,02 reduziu o edema de pata em relação ao grupo controle (0,55±0,04. Este efeito também foi observado nas doses de 100 mg/kg (0,52±0,04 e 200 mg/kg (0,45±0,02 após 4 h de experimento (controle = 0,63±0,03. Estes resultados sugerem que J. princeps pode constituir uma fonte de substâncias ativas com atividades antinociceptiva e antiedematogênica. Palavras-chave: Joannesia princeps. Euphorbiaceae. Atividade antinociceptiva. Atividade antiedematogênica.

  2. Avaliação da atividade antioxidante e alelopática do extrato etanólico e frações das cascas do caule de Zanthoxylum rhoifolium Lam., Rutaceae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joelle de Melo Turnes

    2014-08-01

    Full Text Available Este trabalho teve como objetivo o estudo das atividades antioxidante e alelopática das cascas do caule de Zanthoxylum rhoifolium Lam., Rutaceae, de modo a conduzir à descoberta de substâncias biologicamente ativas. O material vegetal foi submetido à extração etanólica e este extrato foi fracionado obtendo as frações (hexano, clorofórmio, acetato de etila e hidroalcoólica. Para a avaliação da atividade antioxidante, empregaramse os métodos de redução do complexo fosfomolibdênio, de redução do radical DPPH e das substâncias reativas ao acido tiobarbitúrico (TBARS. Quanto à alelopatia, as amostras foram testadas em quatro concentrações sobre a germinação e o desenvolvimento de radícula e hipocótilo das sementes de Lactuca sativa. As amostras evidenciaram atividade antioxidante significativa frente ao método de redução do complexo fosfomolibdênio quando comparada à rutina, e do TBARS quando comparado ao BHT, assim como a atividade alelopática, uma vez que estimularam tanto a germinação como o crescimento das sementes. A fração clorofórmica e acetato de etila demonstraram melhor potencial antioxidante com 204,17% e 127,11% em relação à rutina no método de formação do complexo fosfomolibdênio, e o extrato bruto e a fração hexano com 64,2% e 60,9%, em relação ao BHT, no método TBARS. No ensaio alelopático, destaca-se a fração clorofórmica, pois foi a única amostra que estimulou o crescimento do hipocótilo e radícula na maioria das concentrações, variando de 41 a 144%, e a fração acetato de etila que apresentou a maior porcentagem de estímulo nesse bioensaio, demonstrando estímulo de 274% do crescimento do hipocótilo. Este é o primeiro trabalho que demonstra a atividade antioxidante e alelopática de Z. rhoifolium.

  3. Influência da administração de extratos de duas plantas calcinogênicas sobre a fertilidade de ratos Effect of calcinogenic plant extracts on rat fertility

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    J.R.B. Mello

    1999-10-01

    Full Text Available Investigou-se o efeito de extratos aquosos de Solanum malacoxylon (Sendter Solanaceae (SM (sin.: S. glaucophyllum e Nierembergia veitchii (Hook Solanaceae (NV, plantas calcinogênicas encontradas no Brasil, sobre a reprodução de ratos e sobre suas progênies. No experimento 1, ratos e ratas Wistar, em número variável conforme o grupo, receberam por via oral, durante os 40 dias anteriores ao acasalamento, extrato aquoso de ambas as plantas em dosagem equivalente à administração diária de 10,9g×kg-1 de planta seca. Os resultados foram comparados com os de um grupo tratado diariamente com vitamina D3 (3,0mg×kg-1 e com os de um grupo-controle (salina. No experimento 2, ratas prenhes receberam, por via oral, três diferentes doses dos extratos de ambas as plantas (equivalente à administração diária de 5,4; 10,9 e 21,7g×kg-1 de planta seca, durante toda a gestação. Os resultados foram comparados com três grupos tratados com vitamina D3 (0,75; 2,25 e 3,75mg×kg-1 e um grupo-controle (salina. Quando administradas antes da gestação, o ganho de peso das fêmeas e a fertilidade foram reduzidos nos grupos tratados com SM (11% e vitamina D3 (11%. No grupo tratado com NV, a fertilidade também foi reduzida (25%, mas o desenvolvimento ponderal durante o tratamento não foi afetado. Nos grupos tratados com SM e vitamina D3 anterior à gestação, o número de filhotes por ninhada foi reduzido, assim como o seu peso ao nascer. Características de desenvolvimento e desempenho físico dos filhotes não foram afetados em nenhum dos grupos. O tratamento das fêmeas com extrato aquoso de SM durante a gestação causou redução significativa e dose-dependente nas características reprodutivas estudadas. O mesmo foi observado com as fêmeas tratadas com vitamina D3. Com o extrato aquoso de NV não foram observadas reduções nas taxas reprodutivas, quando as fêmeas foram tratadas durante a gestação. Com as doses 10,9 e 21,7g×kg-1 de NV foram

  4. Validated high-performance liquid chromatographic method for the standardisation of Ptychopetalum olacoides Benth., Olacaceae, commercial extracts Validação de método de cromatografia líquida de alta performance para padronização de extratos comerciais de Ptychopetalum olacoides Benth., Olacaceae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Colombo

    2010-11-01

    Full Text Available Ptychopetalum olacoides Benth., Olacaceae, popularly known as marapuama or muirapuama or miriantã, is a species native to the Amazonian region of Brazil. Extracts of the bark of the plant have been used traditionally for its stimulating and aphrodisiac properties and currently commercialised by the herbal industry as constituents in a wide range of phytomedicines. Fractionation by open column chromatography followed by preparative HPLC-UV/PAD of the stem bark and of three commercial extracts of P. olacoides allowed the isolation of three components that were common to all extracts analysed, and these were identified by NMR to be vanillic acid, protocatechuic acid and theobromine. Vanillic acid, which has been proposed as a phytochemical marker for P. olacoides, was employed as an external standard in the development and validation of a rapid qualitative and quantitative HPLC assay for the analyte. The recoveries values of the developed method were 99.02% and the LOD and LOQ values were 0.033 and 0.11 mg.L-1, respectively. The described method may be applied to the standardisation of herbs, extracts or phytomedicines commercialised as marapuama.Ptychopetalum olacoides Benth., Olacaceae, popularmente conhecida como marapuama, muirapuama ou miriantã, é uma espécie nativa da região da Amazônia do Brasil. Extratos das cascas da planta são tradicionalmente usados por suas propriedades estimulantes e afrodisíacas, e frequentemente comercializados como constituinte de uma grande variedade de formulações fitoterápicas. O fracionamento por coluna cromatográfica aberta seguida por CLAE-UV/PAD das cascas do caule de três extratos comerciais de P. olacoides permitiram o isolamento de três substâncias comuns em todos os extratos analisados. Os compostos foram identificados por RMN como ácido vanílico, ácido protocatecuíco e teobromina. O ácido vanílico foi utilizado como marcador fitoquímico para P. olacoides e empregado como padr

  5. Estudo fitoquímico preliminar e bioensaio toxicológico frente a larvas de Artemia salina Leach. de extrato obtido de frutos de Solanum lycocarpum A. St.-Hill (Solanaceae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo Gonzaga de Freitas Araújo

    2010-11-01

    Full Text Available

    Neste trabalho avaliou-se o perfil fitoquímico e a toxicidade preliminar frente a larvas de Artemia salina do extrato etanólico de frutos de Solanum lycocarpum. O extrato foi submetido à analise fitoquímica preliminar para identificação das principais classes de metabolitos secundários presentes e testado frente a larvas de A. salina para obtenção das concentrações letais médias (CL50%. Os testes fitoquímicos demonstraram a presença de fenóis, taninos, saponinas, alcalóides e esteróides e triterpenos livres. O extrato foi fracionado em diferentes solventes para a avaliação da toxicidade frente à A. salina, apresentando considerável citotoxicidade encontrada na fração hidroalcoólica (CL50% = 285,546 µg/mL. Palavras-chave: Solanum lycocarpum, Artemia salina, triagem fitoquímica preliminar. ABSTRACT The phytochemical profile of ethanolic extract of Solanum lycocarpum fruits was analyzed and preliminary toxicity tests were performed against brine shrimp larvae. The extract was subjected to preliminary phytochemical analysis to identify the main classes of secondary metabolites and tested against the larvae of A. salina to obtain the median lethal concentrations (LC50%. The phytochemical tests showed the presence of phenols, tannins, saponins, alkaloids and free steroids. The extract was fractionated with various solvents for toxicity testing against the larvae and the hydroalcoholic fraction showed considerable cytotoxicity (CL50% = 285.546 g/mL. Keywords: Solanum lycocarpum, Artemia salina, phytochemical screening

  6. Eficiência de extratos vegetais no controle de Diabrotica speciosa (Germar, 1824 (Coleoptera: Chrysomelidae, em laboratório

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Junir Antonio Lutinski

    2010-04-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2010v23n1p83 Vulgarmente conhecida como “vaquinha”, Diabrotica speciosa (Germar, 1824 ocorre na maioria dos estados brasileiros, destacando-se como uma das mais importantes pragas do feijoeiro e do milho. Visando avaliar a atividade inseticida de extratos brutos aquosos de nove espécies vegetais sobre os adultos deste inseto, realizou-se este trabalho. O experimento, conduzido em laboratório, foi realizado sob delineamento completamente casualizado, com dez tratamentos e quatro repetições. Para tal, utilizou-se um frasco, contendo em seu interior cinco espécimes adultos e uma folha de feijoeiro (Phaseolus vulgaris Linnaeus previamente imersa no extrato, tampado com um recorte de pano poroso e fixado por uma borracha. A variável avaliada foi número de espécimes de D. speciosa vivos. Os tratamentos consistiram em extratos de salvia (Salvia officinalis Linnaeus, cravo (Eugenia caryophyllata Thunb, noz-moscada (Myristica fragans Houtt, cinamomo (Melia azedarach Linnaeus, timbó (Ateleia glazioveana Baill, eucalipto (Eucalyptus citriodora Hook, canela (Cinnamomum zeylanicum Blume, figueira (Ficus microcarpa Linnaeus f., alecrim (Rosmarinus officinalis Linnaeus e a testemunha (apenas água destilada. As avaliações de sobrevivência foram realizadas a cada 24 horas, durante 10 dias. Sobre o número de espécimes vivos efetuou-se a análise de variância em bifatorial (10 extratos x 11 horários após a aplicação. As médias foram agrupadas pelo teste de Duncan ao nível de 5% de probabilidade de erro. Os extratos mais eficientes foram o timbó, noz-moscada e cinamomo, com porcentagens de eficiência variando entre 80,4% e 100%.

  7. Composição centesimal e valor protéico de levedura residual da fermentação etanólica e de seus derivados Centesimal composition and protein nutritive value of yeast from ethanol fermentation and of yeast derivatives

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eunice Akemi Yamada

    2003-12-01

    Full Text Available Este trabalho teve por objetivo promover a autólise e o fracionamento da levedura (Saccharomyces sp. para produção de autolisado e extrato, bem como para produção de concentrado protéico fosforilado, a partir da levedura residual das destilarias de álcool etílico. Foram estudados a composição centesimal, o perfil de aminoácidos essenciais e o valor protéico dos três derivados comparativamente à levedura íntegra não processada. Proteína e carboidrato (fibra alimentar foram os principais componentes da levedura íntegra e do autolisado. No extrato e no concentrado protéico predominaram proteína e minerais (cinzas. O autolisado e a levedura íntegra apresentaram os melhores índices de aminoácidos essenciais, seguidos pelo concentrado protéico e pelo extrato. A digestibilidade da proteína variou de 68% para a levedura íntegra a 91% para o extrato. Os índices de quociente de utilização líquida da proteína variaram de 2,1 para a levedura íntegra a 4,3 para a caseína (referência. Não houve diferença estatística no quociente de utilização líquida da proteína entre o autolisado (4,1, o extrato (3,9 e o concentrado protéico (4,2. O concentrado protéico promoveu o maior crescimento no período (21 dias, seguido do extrato e o autolisado. As células íntegras apresentaram a menor capacidade para promover crescimento em rato.The objective of this work was to promote the autolysis and the fractionation of the yeast (Saccharomyces sp. for the production of autolysate and extract, as well as phosphorylated protein concentrate, from ethanol distillery yeast. Comparative studies of centesimal composition, essential amino acid profiles and protein nutritive value were performed for the unprocessed integral cells, and for autolysate, extract and phosphorylated protein concentrate. Protein and carbohydrate (dietary fiber were the main components for the integral cells and autolysate. For the extract and the protein

  8. Efeitos de extratos de plantas na biologia de Spodoptera frugiperda (J. E. Smith, 1797 (Lepidoptera: Noctuidae mantida em dieta artificial Effects of plant extracts on the biology of Spodoptera frugiperda (J. E. Smith, 1797 (Lepidoptera: Noctuidae maintained under artificial diet

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gilberto Pedreira Santiago

    2008-06-01

    Full Text Available Avaliaram-se os efeitos dos extratos aquosos a 10% de folhas e ramos de arruda (Ruta graveolens L., folhas e ramos de melão-de-são-caetano (Momordica charantia L., folhas do alecrim-pimenta (Lippia sidoides Cham. e fruto verde de mamona (Ricinus communis L., sobre a biologia da lagarta-do-cartucho do milho (Spodoptera frugiperda, mantida em dieta artificial. Os parâmetros avaliados foram duração e viabilidade das fases larval e pupal, peso de pupa, fecundidade, fertilidade e longevidade de adultos. Larvas de S. frugiperda recém-eclodidas foram colocadas em tubos de ensaio com dieta artificial, contendo os extratos de cada material testado. O extrato aquoso do fruto verde de R. communis apresentou bioatividade, nos parâmetros duração larval e pupal e peso de pupa. O extrato aquoso de R. graveolens reduziu o peso de pupa. A dieta contendo extrato de folhas e ramos de M. charantia reduziu a viabilidade larval e o peso de pupa. O extrato aquoso de folhas de L. sidoides não afetou as fases larval e pupal, reduziu a postura e a viabilidade de ovos e aumentou a longevidade de adultos de S. frugiperda. A viabilidade de pupa não foi afetada pelos extratos testados.The effects of aqueous extracts, at 10% concentration of leaves and branches of Ruta graveolens L., leaves and branches of Momordica charantia L., leaves of Lippia sidoides Cham. and green fruits of Ricinus communis L. were evaluated on the biology of fall armyworm (Spodoptera frugiperda maintained under artificial diet. The evaluated parameters were: duration and viability of the larval and pupal phases, pupa weight, fecundity, fertility and longevity of adults. Just-hatched larvae of S. frugiperda was placed in test tube with artificial diet containing extracts of each tested material. The aqueous extract of the green fruits of R. communis presented bioactivity upon duration and weight of larval and pupal phases. The aqueous extract of R. graveolens reduced weight of pupa. The diet

  9. Propriedades tecnológicas e sensoriais de produto similar ao tofu obtido pela adição de soro de leite ao extrato de soja Sensorial and technologic properties of product similar to tofu obtained with whey and soymilk addiction

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sueli Ciabotti

    2009-06-01

    Full Text Available Objetivou-se neste trabalho verificar a viabilidade da substituição de parte do extrato de soja por soro de leite na obtenção de um produto similar ao tofu, coagulado com adição de ácido lático e glucona-δ-lactona, quanto aos aspectos tecnológicos e sensoriais. Foram obtidos produtos, elaborados a partir de extratos de soja, adicionados de soro proveniente da elaboração do queijo Mussarela. Foram utilizadas três diferentes combinações da mistura extrato de soja (ES e soro de leite (SL 40: 60; 30: 70; 20: 80, as quais sofreram ações dos coagulantes glucona-δ-lactona (GDL e ácido lático (AL isoladamente. Observou-se que o teor de umidade dos produtos elaborados com glucona-δ-lactona foi mais elevado (p This work aimed to verify the sensorial, technological viability of replacing part of soy milk extract with whey to obtain a product similar to tofu curdled by lactic acid and glucone-δ-lactone. Some products were obtained using soy milk extract and whey from the production of mozzarella cheese. Three different combinations of a mixture of soy milk extract and whey were used (40: 60; 30: 70; 20: 80, all of which were curdled with glucone-d-lactone and lactic acid separately. Products prepared with glucone-δ-lactone presented a higher moisture content (p < 0.05 and an increased crop yield. The products made with lactic acid were richer in protein. Curdling with lactic acid resulted in more firmness, cohesiveness, gumminess, and chewiness to the products. Analyzing the color, the "L" values (luminosity of 20: 80 ratio were higher, and the yellow "b" predominated in the products with a higher proportion of soy milk. The product with better acceptance was the one with 40: 60 ratio (soy milk and whey respectively obtained with the addition of glucone-δ-lactone. The use of glucone-δ-lactone resulted in a better yield, texture characteristics, and acceptability.

  10. Avaliação da atividade antifúngica de extratos de gengibre e eucalipto in vitro e em fibras de bananeira infectadas com Helminthosporium sp = Evaluation of antifungal activity in vitro of ginger and eucalypt extracts on banana fibers infected with Helminthosporium sp

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edvirgem Rodrigues

    2006-01-01

    Full Text Available O presente trabalho teve como objetivo avaliar a fungitoxicidade dos extratos brutos aquosos (EBA de gengibre (Zingiber officinalis e eucalipto (Corymbia citriodora sobre o fungo Helminthosporium sp. Este patógeno foi identificado nas fibras do pseudocaule da bananeira, as quais são utilizadas na fabricação de artesanato local. Foram avaliados o crescimento micelial e esporulação do fungo in vitro, além do crescimento da colônia fúngica nas fibras tratadas com os extratos das plantas. As fibras receberam os seguintes tratamentos:preventivo (P, curativo (C e T0, sendo que neste último, a inoculação e o tratamento com os EBAs foram realizados simultaneamente. Os resultados in vitro mostraram que, dos extratostestados, eucalipto foi mais eficiente na redução do crescimento micelial e produção de esporos do fungo. Com relação ao tratamento in vivo, verificou se que apenas as fibras tratadas preventivamente com o EBA de eucalipto não foram afetadas por Helminthosporium sp.The present work aimed to evaluate the fungitoxicity of ginger (Zingiber officinalis and eucalypt’s (Corymbia citriodora aqueouscrude extracts (ACE concerning the Helminthosporium sp fungus. This pathogen was identified in the fibers of banana pseudostem, used in local handicraft production. The fungus mycelial growth and sporulation were evaluated in vitro, as well as the growth of funguscolony on banana fibers treated with these plant extracts. The fibers received the following treatments: preventative, curative and T0 (the inoculation process and the treatments with the ACEs were used at the same time. The in vitro results showed that the eucalypt crude extract was the most efficient in mycelial growth and in reduction of spores production. As for the in vivo treatment, it was observed that fibers, preventatively treated with eucalypt ACE, were not affected by Helminthosporium sp.

  11. Allelopathic effect of sunflower water extract on the germination of soybean and hairy beggartick / Efeito alelopático do extrato aquoso de folhas de girassol sobre a germinação de soja e picão-preto

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raquel Leszczynski

    2010-07-01

    Full Text Available The aim of this work was to evaluate the allelopathic effect of water extract from sunflower fresh leaves on the germination and initial development of conventional and transgenic soybean cultivars, and of the invasive hairy beggartick (Bidens pilosa L.. Experiments were carried out at Laboratory of Plant Physiology, Universidade Estadual do Oeste do Paraná, in 2007. Fresh leaves from sunflower were ground in a blender at the proportion 200g/1L distilled water, resulting in crude extract (100%, in which pH was measured. Dilutions of 80%, 60%, 40% and 20% were done from the crude extract, and only distilled water was used as control. Statistical analysis (Tukey 5% probability indicated that only the highest extract concentrations (60%, 80% and 100% influenced the analyzed parameters for conventional and transgenic soybean. Beggartick seeds, however, had germination percentage completely inhibited when 40% water extract was applied, which indicates that sunflower straw could be used as a natural herbicide. Nevertheless, field studies must be carried out to prove such effect.O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito alelopático do extrato aquoso de folhas frescas de girassol sobre a germinação das sementes e desenvolvimento inicial das plântulas das cultivares de soja (Glycine max (L. Merrill convencional (CD232, transgênica (CD213RR e uma de suas invasoras, o picão preto (Bidens pilosa L.. Os experimentos foram realizados no Laboratório de Fisiologia Vegetal da Universidade Estadual do Oeste do Paraná no ano de 2007. As folhas de girassol colhidas na época da floração foram trituradas com o auxílio de um liquidificador na proporção de 200g/1L de água destilada resultando no extrato bruto (100%. A partir do extrato bruto foram feitas as diluições de 80%, 60%, 40% e 20%, sendo utilizado como testemunha apenas água destilada. Após análise estatística (Tukey 5% de probabilidade, pode-se verificar que o extrato aquoso das

  12. Eficiência de produtos vegetais no controle da lagarta-do-cartucho-do-milho Spodoptera frugiperda (J.E.Smith, 1797 (Lepidoptera: Noctuidae Efficience of extracts of plantas in control of fall armyworm in corn Spodoptera frugiperda (J.E.Smith, 1797 (Lepidoptera: Noctuidae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo Souza Silva Oliveira

    2007-04-01

    Full Text Available O presente trabalho teve por objetivo avaliar a eficiência de produtos vegetais no controle de Spodoptera frugiperda (J.E.Smith, 1797 na cultura do milho. Os experimentos foram instalados, nos anos de 2002 e 2004, com a pulverização dos produtos vegetais em cinco tratamentos, e quatro repetições. No ano de 2002, os produtos testados foram: Azadirachta indica A. Juss. (extrato aquoso 2%, e óleo a 1%; Melia azedarach L. (extrato aquoso 2%; Quassia amara L. (extrato aquoso 2%; óleo de nim, Azadirachta indica 1 e 2%. No ano de 2004, os produtos testados foram: A. indica (extrato aquoso 5%, e óleo a 2%, M. azedarach (extrato aquoso 5%, Trichilia pallida Sw. (extrato aquoso 5%. As avaliações, porcentagem de infestação da lagarta-do-cartucho por parcela, foram efetuadas aos três, sete e dez dias após a pulverização dos extratos. Conclui-se que extratos aquosos das plantas A. indica 2%, T.pallida 5%, Q. amara 2% e M. azedarach 2% e 5% e óleo de A. indica 1% e 2% com adição de tenso ativo não iônico, não possuem eficiência necessária como único método de controle da largarta-do-cartucho S. frugiperda em condições de campo. Os produtos começam a afetar o desenvolvimento da lagarta após alguns dias da ingestão das folhas pulverizadas, observado na avaliação efetuada aos sete dias após a aplicação dos extratos.The objective of this work was to study the efficiency of vegetable pesticides in the control of Spodoptera frugiperda (J.E.Smith, 1797 in corn culture. The experiments were installed, in the years of 2002 and 2004, with the spraying of the vegetable products in five treatments, and four repetitions. In the year of 2002 the tested products were: Azadirachta indica A. Juss (aqueous extract 2%, and oil at 1%; Melia azedarach L. (aqueous extract 2%; Quassia amara L. (aqueous extract 2%; nim oil, Azadirachta indica 1 and 2%. In the year of 2004 the tested products were: A. indica (aqueous extract 5%, and oil at 2%, M

  13. Analysis of the composition of Brazilian propolis extracts by chromatography and evaluation of their in vitro activity against gram-positive bacteria Análise da composição de extratos de própolis brasileiros por cromatografia e avaliação de sua atividade in vitro sobre bactérias

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandra C. H. F. Sawaya

    2004-06-01

    Diluição em Tubos permitiu obter os resultados mais consistentes e a Concentração Bactericida Mínima dos extratos variou entre 2,5 e 20,0 mg/mL, para as espécies de bactérias Gram-positivas testadas. Os resultados do método de Difusão em Agar foram diretamente proporcionais à hidrossolubilidade dos extratos, e não avaliaram a atividade bactericida corretamente. A atividade bactericida desta amostra resultou da combinação de vários componentes, identificados por CLAE, que foram extraídos preferencialmente usando etanol 50% como solvente.

  14. Anatomia foliar de soja infectada por Phakopsora pachyrhizi H. Sydow & Sydow e tratadas com extratos vegetais Leaf anatomy of soybean infected with Phakopsora pachyrhizi H. Sydow & Sydow and treated with plant extracts

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    R.M. Mussury

    2012-01-01

    Full Text Available Folhas de Glycine max (L. Merril,infectadas pelo fungo Phakopsora pachyrhizi H. Sydow & Sydow e tratadas com extratos vegetais foram avaliadas, visando determinar in vivo as modificações anatômicas nas diferentes estruturas/tecidos foliares, além de reconhecer prováveis mecanismos de defesa. Folhas de soja cultivar 181 provenientes do quinto nó foram inoculadas com fungo e tratadas com diferentes extratos vegetais, água e álcool 70%. Para comparação foram analisadas a anatomia das folhas sadia e infectada e realizadas medidas nas estruturas/tecidos foliares. Na folha infectada, observou-se destruição da epiderme e parênquima lacunoso, visível proliferação de tricomas e cutícula espessada, principalmente na face abaxial. Observou-se a presença de compostos fenólicos nas células da epiderme quando rompida, em função do crescimento micelial. Nas folhas infectadas e tratadas com os extratos vegetais de Azadirachta indica, Maytenus ilicifolia e Allium sativum, as estruturas/tecidos vegetais apresentaram aumento de espessura por alongamento celular.Glycine max (L. Merril leaves, infected by the fungus Phakopsora pachyrhizi H. Sydow & Sydow and treated with plant extracts, were evaluated with the aim of determining in vivo the anatomical modifications in different leaf structures and of identifying probable defense mechanisms. Leaves from the 181 soybean cultivar originated from the fifth node were inoculated with the fungus and treated with different plant extracts, water and alcohol at 70%. For comparison, the anatomy of the healthy and infected leaves was analyzed and the leaf structures were measured. In the infected leaf, there was destruction of the epidermis and lacunar parenchyma, apparent trichome proliferation and denser cuticle, especially on the abaxial surface. There were also phenolic compounds in ruptured epidermis cells, due to mycelium growth. In the infected leaves treated with Azadirachta indica, Maytenus

  15. Secagem de extratos de erva-mate em secador por atomização Drying of maté extract in spray dryer

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alice Teresa Valduga

    2003-08-01

    Full Text Available Efetuou-se a extração de solúveis de erva-mate, progênie Cambona 4, utilizando extrator com percolação de solvente (água. O extrato obtido apresentou uma concentração de sólidos de aproximadamente 3%. Ao extrato foi adicionada goma arábica nas concentrações de 0; 0,2; 0,4; 0,6; 0,8; 1,0; 1,5 e 2,0%, em relação aos sólidos contidos no mesmo. As misturas foram efetuadas com o objetivo de estudar a influência da goma arábica na secagem e no sabor das bebidas. Os extratos foram processados em secador por atomização nas condições operacionais médias: temperatura e vazão do ar: 190ºC e 32,1m³/h; alimentação de extrato 340mL/h. Os conteúdos de umidade do pó obtido variaram de 1,8 a 6,6%(bu. Efetuou-se análise sensorial de três formulações com concentrações: 0; 0,2 e 1,0%. Aos resultados experimentais aplicou-se tratamento estatístico e verificou-se maior preferência pela formulação contendo 0,2% de erva-mate, o que mostrou a influência do agente encapsulante na retenção de aromas.It was effected extraction of soluble of mate, lineage Cambona 4, using extracting, with percolating of solvent (water. The gotten extract presented a 3% solid concentration. The extract was used for formularization of mixtures with arabica gum in the concentrations of 0; 0.2; 0.4; 0.6; 0.8; 1.0; 1.5 and 2.0%, in relation to solids contained in the extract. The formularizations had been effected with the objective to study the volatile and aromatics substance clamping. The extracts had been processed in spray dryer in the average operational conditions: temperature and tax of air: 190ºC and 32.1m³/h; extract feed of 340mL/h. The contents of humidity of the gotten dust had varied of 1.8 to 6.6%(db. Sensorial analysis of three formularizations with concentrations was carried out: 0; 0.2 and 1.0%. A statistical analysis were carried out to experimental results and was verified bigger preference for the formularization contends 0,2% of

  16. Dietas artificiais para a criação de larvas e adultos da mosca-das-frutas sul-americana

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adrise Medeiros Nunes

    2013-10-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi adequar as dietas artificiais para o desenvolvimento dos estágios de larva e adulto da mosca-das-frutas sul-americana (Anastrepha fraterculus. Para o estágio larval, foram testadas as seguintes dietas: D1, original, com 10 g de ágar; D2, modificada, com 3,6 g de ágar; e, D3, modificada, com bagaço seco de cana-de-açúcar. Para os adultos, foram testadas quatro dietas: A, levedura de cerveja + mel (2:1; B, açúcar refinado + extrato de levedura + gérmen de trigo cru (3:1:1; C, extrato de soja + açúcar mascavo + gérmen de trigo cru (3:1:1; e D, levedura seca de cervejaria + mel (2:1. Avaliaram-se os parâmetros biológicos de duração do período ovo-pupa, duração e viabilidade do estágio de pupa, massa média de pupas, razão sexual e duração e viabilidade do período ovo-adulto. O desenvolvimento larval em D1 e D2 foi semelhante e indicou que a criação de larvas pode ser realizada com 1/3 da quantidade de ágar da utilizada em D1. A utilização do bagaço seco de cana-de-açúcar, na dieta artificial, afetou negativamente o desenvolvimento larval. As dietas artificiais com levedura de cerveja + mel e com açúcar refinado + extrato de levedura + gérmen de trigo cru são as mais adequadas para a criação de adultos.

  17. Efeito do Tratamento Crônico com Extrato Aquoso de Cinnamomum zeylanicum em Ratos Induzidos à Obesidade e Hiperglicemia/Chronic Treatment Effect of Aqueous Extract of Cinnamomum zeylanicum in Mice Induced to Obesity and Hyperglycemia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flavia Oliveira Vilela dos Reis

    2015-06-01

    Full Text Available Introdução: Uma dieta escassa em nutrientes, porém com elevado índice de lipídios somando-se a vida sedentária induz a obesidade. A partir disso, a administração do extrato aquoso de Cinnamomum zeylanicum, torna-se relevante, tendo em vista estudos sobre sua possível eficácia para o tratamento de obesidade e hiperglicemia. Objetivo: O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito do tratamento crônico com extrato aquoso de Cinnamomum zeylanicum sobre o peso e a glicemia, em ratos induzidos à obesidade. Materiais e Métodos: Para a realização da pesquisa houve a indução à obesidade e hiperglicemia em 32 ratos machos da linhagem Wistar provenientes do Biotério da Faculdade de Medicina de Itajubá. A indução da obesidade e hiperglicemia (resistência à insulina foi feita com a administração de Glutamato monossódico por via subcutânea na dose de 4mg/Kg, em dias alternados do 2° ao 14° dia de vida. Na 8ª semana os 32 ratos foram divididos em 4 grupos (n=8. Grupo 1 (C- Controle: - administração de água de torneira por gavagem (n=8; Grupo 2 (M – Tratamento Medicamentoso – administração de Metformina – concentração: 500mg/Kg/dia por (n=8; Grupo 3 (T1 – Tratamento Teste 1- administração de extrato aquoso de Cinnamomum zeylanicum (120mg/Kg por gavegem (n=8; Grupo 4 (T2 – Tratamento Teste2- administração de extrato aquoso de Cinnamomum zeylanicum (240mg/Kg por gavegem (n=8. Ao término do período experimental, os animais foram anestesiados com Cetamina (50mg/Kg/ Xilazina (25mg/Kg, por via intraperitoneal e submetidos à punção intracardíaca. A retirada do sangue foi para a dosagem de glicemia de jejum. Resultados: O Tratamento Teste 1 (T1 (120mg/Kg, o Tratamento Teste 2 (T2 (240mg/Kg e o Medicamentoso produziram diferença significantiva (p0,05. Conclusão: O tratamento com extrato aquoso de Cinnamomum zeylanicum evidenciou uma diminuição da glicemia. Desta forma, são promissores os estudos com o uso da

  18. Padronização do processamento de queijo Coalho caprino condimentado com cumaru produzido por agroindústria na Paraíba

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thamirys Lorranne Santos Lima

    2017-07-01

    Full Text Available A produção de queijos a partir de leite de cabra surge como alternativa para a agregação de valor à caprinocultura leiteira no cariri paraibano, e o cumaru (Amburana cearensis A.C. Smith, mais especificamente a sua entrecasca, pode ser adicionado aos queijos com a finalidade de conferir características sensoriais de cor, sabor e aroma diferenciados. O presente estudo objetivou padronizar o processo de elaboração de queijo de leite de cabra tipo Coalho condimentado com cumaru, em uma agroindústria localizada no município de Santo André, Paraíba. A farinha do cumaru foi submetida às análises de extrato alcoólico, umidade, cinzas, cinzas insolúveis, atividade de água e padronização quanto ao tamanho das partículas. A qualidade microbiológica da farinha foi verificada através das análises de coliformes totais e termo tolerantes e pesquisa de Salmonella sp. Os queijos elaborados foram avaliados quanto á sua composição química e microbiológica. Após a padronização das etapas de obtenção da farinha e do queijo, foi possível obter um produto com qualidade microbiológica dentro dos padrões sanitários exigidos pela legislação brasileira. Os teores de umidade e gordura estão de acordo com o Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade de Produtos Lácteos, e os valores encontrados para os demais parâmetros corroboram com os preconizados na literatura. Os resultados obtidos demonstram o potencial de ampliação de consumo e a viabilidade de elaboração do queijo.

  19. A novel procedure to measure the antioxidant capacity of Yerba maté extracts Procedimento padronizado para avaliar a capacidade antioxidante dos extratos de erva-mate

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa Graciela Hartwig

    2012-03-01

    Full Text Available Yerba maté extracts have in vitro antioxidant capacity attributed to the presence of polyphenolic compounds, mainly chlorogenic acids and dicaffeoylquinic acid derivatives. DPPH is one of the most used assays to measure the antioxidant capacity of pure compounds and plant extracts. It is difficult to compare the results between studies because this assay is applied in too many different conditions by the different research groups. Thus, in order to assess the antioxidant capacity of yerba maté extracts, the following procedure is proposed: 100 µL of an aqueous dilution of the extracts is mixed in duplicate with 3.0 mL of a DPPH 'work solution in absolute methanol (100 µM.L-1, with an incubation time of 120 minutes in darkness at 37 ± 1 °C, and then absorbance is read at 517 nm against absolute methanol. The results should be expressed as ascorbic acid equivalents or Trolox equivalents in mass percentage (g% dm, dry matter in order to facilitate comparisons. The AOC of the ethanolic extracts ranged between 12.8 and 23.1 g TE % dm and from 9.1 to 16.4 g AAE % dm. The AOC determined by the DPPH assay proposed in the present study can be related to the total polyphenolic content determined by the Folin-Ciocalteu assay.Extratos de erva-mate têm a sua capacidade antioxidante in vitro atribuída à presença de compostos polifenólicos, principalmente ácidos clorogênicos e derivados do ácido dicafeoilquínico. Embora DPPH seja um dos ensaios mais utilizados para avaliar a capacidade antioxidante dos compostos puros e extratos de plantas, o fato de que há uma padronização pobre na sua aplicação torna as comparações entre os diferentes extratos muito difíceis. Visando conseguir uma técnica padronizada para medir a capacidade antioxidante de extratos de erva-mate, propomos o seguinte procedimento: 100 µL de uma diluição do extrato aquoso são misturados em duplicata, com 3,0 mL de uma solução de trabalho de DPPH em metanol absoluto

  20. Atividades antiúlcera e antioxidante Baccharis trimera (Less DC (Asteraceae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Larissa Funabashi de Toledo Dias

    Full Text Available A "carqueja", Baccharis trimera (Less DC (Asteraceae, é uma espécie vegetal característica de regiões tropicais, muito utilizada na medicina popular como antiinflamatória, hipoglicemiante e em tratamento de problemas digestivos. A avaliação da atividade antiúlcera do extrato bruto liofilizado e do extrato liofilizado da "resina" (porção que durante a concentração dos extratos ficava depositada no fundo do recipiente com aspecto viscoso e pegajoso foi realizada através de indução aguda por etanol acidificado. O extrato bruto liofilizado, na dose de 400 mg/ kg, reduziu a área de lesão em 90%, 200 mg/kg, 87%, 100 mg/kg, 66% e o fármaco controle (lansoprazol, 66%. O extrato liofilizado da "resina", administrado na dose de 400 mg/kg, reduziu a área de lesão em 82%, 200 mg/kg, 82%, 100 mg/kg, 53% e o fármaco controle (lansoprazol, 70%. A atividade antioxidante foi ensaiada com extrato bruto liofilizado, extrato liofilizado da "resina", pó da droga e frações clorofórmica, acetato de etila, etanol e etanol 50% através do método que reduz o radical 2,2'-difenil-1-picril-hidrazil (DPPH, permitindo após o equilíbrio da reação, calcular a quantidade de antioxidante gasta para reduzir 50% do DPPH, apresentando resultado evidente, comparado à vitamina E. Não foram verificados sinais de alteração aparente no ensaio de toxicidade na dose única de 5g/kg, em camundongos.

  1. Grape extract and α-Tocopherol effect in cardiovascular disease model of Apo E -/- Mice Efeito do extrato de uva e α-Tocoferol em camundongos Apo E -/-, modelo de doença cardiovascular

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria do Carmo Gouveia Peluzio

    2011-08-01

    de um aumento na excreção fecal de colesterol. Houve também uma maior excreção fecal de ácidos graxos saturados nos grupos que receberam extrato de uva ou de α-tocoferol. Todos os grupos apresentaram uma tendência a apresentar níveis mais elevados de vitamina E. O perfil de ácidos graxos mostrou uma tendência para a preservação de ácidos graxos monoinsaturados, após consumo de extrato de uva e α-tocoferol. A análise morfológica revelou um menor grau de evolução da placa aterosclerótica dos animais que foram alimentados com α-tocoferol combinado com extrato de uva, mesmo quando não houve diferença no tamanho da lesão. CONCLUSÃO: Foi observado um efeito sinergístico entre os polifenóis e α-tocoferol, resultando na redução na evolução da aterosclerose e um maior de efeito benéfico na aterosclerose do que o consumo isolado de antioxidantes sobre a aterosclerose do que o consumo isolado de antioxidantes.

  2. Efeito do extrato aquoso de alecrim (Rosmarinus officinalis L. sobre o estresse oxidativo em ratos diabéticos Effect of aqueous rosemary extract (Rosmarinus officinalis L. on the oxidative stress of diabetic rats

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Mara de Oliveira e Silva

    2011-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o efeito do extrato aquoso de alecrim sobre o estresse oxidativo em ratos diabéticos. MÉTODOS: O extrato aquoso de alecrim foi obtido por método sequencial. Os fenólicos totais foram determinados pelo método de Folin Ciocateau e a atividade antioxidante in vitro foi determinada através de três métodos: β-caroteno/ácido linoleico, varredura do radical 2,2 Difenil-1-Picril-hidrazil e oxigen radical absorbance capacity. Ratos Wistar machos foram distribuídos em 5 grupos: controle, diabético, e três grupos de animais diabéticos tratados com extrato aquoso de alecrim em concentrações diferentes: 25, 50 ou 100mg/kg por via oral durante 30 dias. O diabetes foi induzido por estreptozotocina e, no final do experimento, foi coletado sangue para avaliar o percentual de hemoglobina glicada e os tecidos hepático e cerebral para determinação das enzimas antioxidantes: superóxido dismutase, catalase, glutationa peroxidase e glutationa redutase. RESULTADOS: Constatou-se que o extrato aquoso de alecrim apresentou altos teores de compostos fenólicos totais e expressiva atividade antioxidante in vitro nos três métodos de avaliação. O extrato aquoso de alecrim na concentração de 50mg/kg diminuiu o percentual de hemoglobina glicada e aumentou a atividade das enzimas catalase e glutationa peroxidase no fígado, e da superóxido dismutase no cérebro de ratos diabéticos. No entanto, não foi observado efeito dose-resposta nas demais concentrações analisadas. CONCLUSÃO: O extrato aquoso de alecrim apresenta significativa capacidade antioxidante in vitro, atribuída à presença de compostos fenólicos em sua composição. E, quando administrado em ratos na concentração de 50mg/kg, demonstrou-se eficiente na atenuação do estresse oxidativo presente no diabetes experimental.OBJECTIVE: This study assessed the effect of aqueous rosemary extract on the oxidative stress of diabetic rats. METHODS: Aqueous rosemary extract

  3. Activity of the aqueous extract from Polymnia sonchifolia leaves on growth and production of aflatoxin B1 by Aspergillus flavus Atividade do extrato aquoso de folhas de Polymnia sonchifolia no crescimento e produção de aflatoxina B1 por Aspergillus flavus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marina M. Pinto

    2001-06-01

    Full Text Available The aqueous extract from Polymnia sonchifolia leaves (AE was tested for inhibitory activity on aflatoxin B1(AFB1 production and growth of Aspergillus flavus. The cytotoxicity of AE on Vero cells was also performed. Suspensions of A. flavus spores were inoculated into 50 mL of YES medium together with different concentrations of the AE. The aflatoxin B1 was extracted, analyzed by thin layer chromatography and quantified by photodensitometry. All the concentrations of AE induced inhibition of AFB1 production. The aqueous extract showed in vitro cytotoxicity to Vero cells only at concentrations above 500 µg/mL.Neste trabalho verificou-se a atividade do extrato aquoso de folhas de Polymnia sonchifolia no crescimento e na produção de aflatoxinas B1 por Aspergillus flavus. Suspensões de esporos de A. flavus foram inoculadas em 50 mL de meio de YES com diferentes concentrações do extrato aquoso. A aflatoxina B1 foi extraída e analisada por cromatografia de camada delgada e quantificada por fotodensitometria. Todas as concentrações testadas inibiram a produção de aflatoxina B1. O extrato aquoso apresentou citotoxicidade em células Vero somente em concentrações acima de 500 µg/mL.

  4. Avaliação da atividade laxante de Operculina macrocarpa L. Urban (Convolvulaceae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    D. C. Michelin

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos sobre a motilidade intestinal de Operculina macrocarpa L. Urban, popularmente conhecida como batata-de-purga ou jalapa, nativa do nordeste brasileiro, que é indiscriminadamente utilizada pela população como laxante. O extrato hidroetanólico e suas frações diclorometano, acetato de etila, n-butanol e final foram avaliados quanto a sua atividade laxante, através do teste da motilidade intestinal em camundongos, assim como de uma preparação com o pó da planta, como é utilizada pela população. Os resultados mostraram que as frações diclorometano, acetato de etila, final e o pó da planta possuem efeito laxante no modelo experimental adotado.

  5. Estabilidade de extrato de tomate em embalagens metálicas com baixo revestimento de estanho Stability of canned tomato concentrate in metal packaging with reduced tin layer

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sílvia Tondella Dantas

    2012-09-01

    Full Text Available Este estudo teve por objetivo avaliar o desempenho de latas de três peças eletrossoldadas, com corpo produzido em folha de flandres com camada de estanho de 2,0 g.m-2 no lado interno, contendo 350 g de extrato de tomate; o material dessa lata é uma alternativa à folha comumente utilizada no Brasil para acondicionamento de extrato de tomate, com 2,8 g de Sn.m-2. As latas contendo o produto foram condicionadas a 35 °C pelo período de 24 meses. Durante a estocagem, foram realizadas avaliações periódicas, incluindo determinações de estanho, ferro e cromo no alimento, pressão interna, composição gasosa do espaço livre e avaliação da aparência da superfície interna da embalagem, com o objetivo de se verificar a interação embalagem-alimento. Após o período estudado, pôde-se concluir que essa embalagem é uma opção viável para 13 meses de estocagem do produto, à temperatura ambiente de até 35 °C.The performance of three piece welded cans produced in tinplate with an internal tin layer of 2.0 g.m-2, containing 350 g of tomato concentrate, as an alternative to the sheet normally used for tomato concentrate in Brazil, presenting 2.8 g Sn.m-2, was evaluated. The filled cans were conditioned at a temperature of 35 °C for 24 months. The tin, iron and chromium contents of the product, can internal pressure and headspace gas composition were determined periodically, as well as a visual evaluation of the appearance of the internal surface of the can, in order to monitor package/food interactions. After completing the storage period it was concluded that such cans were a viable option for 13 months of storage of the product at an ambient temperature of up to 35 °C.

  6. Efeito do extrato de urucum na pigmentação da gema dos ovos Effect of anatto extract oil on the egg yolk colour

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Humberto Vilar da Silva

    2000-10-01

    Full Text Available O trabalho foi realizado para avaliar níveis de adição do extrato de urucum (EU a uma ração em que o sorgo foi utilizado como principal fonte de energia. Um total de 280 poedeiras no segundo ciclo de produção, 140 Lohmann Selected Leghorn (LSL e 140 Isa Brown (IB, foi alojado em densidade de duas aves/gaiola e alimentado ad libitum com sete rações. Os tratamentos consistiram de uma ração controle positiva com milho, como principal fonte de energia, e uma ração basal contendo sorgo, como principal fonte de energia, suplementada com seis níveis de EU em 0,0; 0,10; 0,15; 0,30; 0,45; e 0,60%. O delineamento foi inteiramente ao acaso em esquema fatorial 7 x 2 (tratamento e linhagem, com cinco repetições de quatro aves. A adição de EU à ração à base de sorgo melhorou a pigmentação da gema dos ovos linearmente. A linhagem IB apresentou melhor pigmentação da gema dos ovos que a linhagem LSL. Os resultados permitiram concluir que a adição de 0,1% de EU à ração com sorgo promoveu similar pigmentação da gema do ovo que a ração à base de milho.The experiment was carried out to evaluate the increasing levels of anatto extract (AE oil in sorghum-based diets as the main energy source. A total of 280 laying hens in the second production cycle, 140 Lohmann Selected Leghorn (LSL and 140 Isa Brown (IB, was allotted to a density two birds/pen and full fed seven diets. The treatments consisted of a positive control corn based diet, as principal energy source, and a basal sorghum diet, as principal energy source, supplemented with 0.0, 0.10, 0.15, 0.30, 0.45, and 0.60% of AE. A completely randomized design in a 7 x 2 factorial arrangement (treatment and line, with five replicates of four birds, was used. The egg yolk colour was linearly improved by addition of AE to the sorghum-based diets. The brown-egg layers presented better egg yolk colour than the white-egg layers. The addition of 0.1% AE to the sorghum-based diets produced

  7. Bolos simples elaborados com farinha da entrecasca de melancia (Citrullus vulgaris, sobral: avaliação química, fisica e sensorial Simple cakes elaborated with flour of watermelon inner skin (Citrullus vulgaris, Sobral: chemical, physical, and sensory evaluation

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Rangel Guimarães

    2010-06-01

    Full Text Available A farinha da entrecasca de melancia (FEM foi obtida, sua composição determinada e utilizada em formulação de bolos. Elaboraram-se bolos sem a FEM (controle e contendo 7 e 30% de FEM em substituição à farinha de trigo (experimentais. A composição química, características físicas, físico-químicas foram determinadas. Na avaliação sensorial, cem provadores não treinados receberam amostras em blocos balanceados e realizaram testes sensoriais, utilizando escala hedônica de 9 pontos e comparação múltipla. Os dados obtidos foram avaliados por estatísticas descritivas, ANOVA, testes de Tukey e Dunnet. Os resultados revelaram que 100 g da FEM continham 9,06 g de umidade, 12,72 g de cinzas, 0,7 g de lipídios, 1,20 g de proteínas, 31,01 g de fibras insolúveis, 45,21 g de glicídios totais e 192,75 kcal. Nos bolos experimentais, os pesos, alturas, diâmetros e rendimentos foram maiores e o índice de expansão menor, bem como, o volume aparente do bolo com 30% FEM foi menor. Os bolos experimentais apresentaram menor pH, maior acidez titulável, maiores teores de fibra e umidade, menores de glicídios totais e reduzido valor energético. Os bolos obtiveram boa aceitação e mais de 60% dos provadores comprariam os bolos. O bolo com 7% FEM foi ligeiramente melhor que o controle, diferindo no aroma e sabor do que continha 30% FEM. Portanto, o uso de FEM para produção de bolos, nas condições dessa pesquisa, é viável do ponto de vista tecnológico, nutricional e sensorial.The flour of watermelon inner skin was obtained, its composition was determined, and it was used in the cake formulation. Cakes without watermelon inner skin (control and others containing 7 and 30% of watermelon inner skin(experimental, a non-wheat flour substitute, were elaborated. The chemical composition, physical, and physicochemical characteristics were evaluated. In the sensory evaluation, one hundred non-trained panelists were assigned blocks of four

  8. Ação de diferentes preparações de extrato pirolenhoso sobre Brevipalpus phoenicis (GEIJSKES Action of different pyroligneous extract preparations when applied on Brevipalpus phoenicis (GEIJSKES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariangela Alves

    2007-08-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi avaliar a forma de ação de duas preparações de extrato pirolenhoso aplicadas diretamente sobre Brevipalpus phoenicis, que é o ácaro vetor da leprose dos citros, um dos principais problemas da citricultura Paulista. Para o experimento, foram utilizados ácaros adultos mantidos numa criação-estoque no laboratório de Acarologia da UNESP - Universidade Estadual Paulista, em Jaboticabal-SP. Os tratamentos foram constituídos por duas diferentes preparações (destilado e decantado de extrato pirolenhoso de eucalipto nas proporções EP:água de 1:600; 1:300 (normalmente recomendadas; 1:150; 1:75; 1:38; 1:19 e de água (testemunha, com 7 repetições. Cada parcela foi constituída de 10 ácaros mantidos sobre um fruto de laranja, em arena de 2,5 cm de diâmetro, delimitada com cola adesiva tipo Tanglefoot®. As aplicações foram efetuadas em Torre de Potter, pulverizando-se 2 mL por fruto das soluções correspondentes aos diferentes tratamentos. Os frutos foram mantidos em sala climatizada a 27±1ºC, e as avaliações foram realizadas 24 e 48 horas após a aplicação dos tratamentos, determinando-se o número de ácaros mortos (mortalidade e retidos na barreira adesiva (repelência. Os dois tipos de extrato pirolenhoso testados não apresentaram repelência significativa sobre Brevipalpus phoenicis; ambos induziram mortalidade significativa somente para concentrações acima de 1:150, com efeito mais pronunciado para o destilado; há um aumento na mortalidade de 24 para 48 horas após a aplicação; a ação protetora preconizada pela aplicação de baixas doses (1:300 a 1:600 nas plantas não é devida à mortalidade e repelência pelo contato direto do extrato pirolenhoso sobre os ácaros.The aim of this work was to evaluate the acaricide and repellent effects of two different pyroligneous extract preparations (PE applied directly on Brevipalpus phoenicis. This mite is the vector or citrus leprosies, which

  9. Avaliação do potencial antioxidante da geleia real ao longo do tempo de armazenamento

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Luisa Teles Marques Florencio Alves

    2012-05-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2012v25n3p257   A geleia real é uma substância com aspecto de pasta gelatinosa, de cor branca, ligeiramente amarelada, secretada pelas glândulas hipofaringeanas e mandibulares das abelhas operárias. O objetivo desta pesquisa foi avaliar o potencial antioxidante da geleia real, ao longo do tempo de armazenamento. Os parâmetros físico-químicos utilizados foram: umidade, teor de ácido ascórbico e de fenólicos totais. As amostras foram submetidas ao processo de extração dando origem ao extrato alcoólico, que foi aplicado ao teste do 1,1-difenil-2-picrilhidrazil (DPPH para avaliação da atividade antioxidante in vitro. A geleia real apresentou baixos teores de ácido ascórbico (de 0,75 a 1,31mg/100g base úmida e de fenólicos totais (de 14,26 a 28,30mg EAG/100g base úmida. As porcentagens de descoloração do DPPH pelo extrato alcoólico das amostras ficaram acima de 50%, exceto aos 90 dias de armazenamento. A partir dos resultados obtidos, considerando-se os reduzidos teores de ácido ascórbico e de fenólicos totais e, ainda, o baixo desempenho do extrato alcoólico das amostras no teste de atividade antioxidante in vitro, conclui-se que a geleia real apresenta potencial antioxidante relativamente baixo. O tempo de armazenamento não foi determinante nas alterações encontradas.

  10. Efeito de extratos naturais de folhas vegetais em Leucoagaricus gongylophorus (Möller Singer, (Agaricales: Agaricaceae / Effect of natural extracts of vegetable leaves in Leucoagaricus gongylophorus (Möller Singer, (Agaricales: Agaricaceae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo Dias Souza

    2011-12-01

    Full Text Available O estudo teve como objetivo avaliar os efeitos dos extratos naturais, à base de folhas de diferentes espécies vegetais, em Leucoagaricus gongylophorus, fungo simbionte de formigas cortadeiras. O experimento foi realizado no Laboratório de Proteção Florestal, da Faculdade de Engenharia Florestal, da Universidade Federal de Mato Grosso, sob temperatura média 26 ± 2ºC, e umidade relativa de 70 ± 10%. Os tratamentos avaliados foram os extratos aquosos a 10% (peso/volume de dez diferentes espécies vegetais. Foram realizados onze tratamentos, sendo que para cada um foi utilizado um recipiente de 1,5 l de volume, colocado na parte central contendo fungo e formigas, no qual era interligado com mais dois recipientes, de igual volume, interligados entre si por um tubo plástico, propiciando condições necessárias para que as formigas desenvolvessem suas atividades normais. O fungo e as formigas cortadeiras, após coletados, foram transferidos para os recipientes em laboratório. Assim que os formigueiros artificiais apresentavam atividades normais, os extratos foram adicionados diretamente sobre o fungo, com exceção da testemunha. Os tratamentos que tiveram efeito deletério sobre o fungo, em ordem decrescente foram os à base de Tabebuia vellosoi (ipê-amarelo-liso, Azadirachta indica (Nim, Magonia pubescens (Timbó, Annona reticulata (Pinha e Amburana acreana (cerejeira.AbstractThe objective of this study was to evaluate the effects of natural extracts of leaves of different plant species, in Leucoagaricus gongylophorus, symbiotic fungus of leaf-cutting ants. The experiment was conducted at the Laboratory of Forest Protection, Federal University from Mato Grosso, on average temperature 26 ± 2º C and relative humidity of 70 ± 10%. The treatments evaluated were the aqueous extracts of 10% (weight/volume of ten different plant species. It was carried out 11 treatments, and for each one a container of 1.5 l volume was used, placed in the

  11. Purificação do extrato aquoso de Stevia rebaudiana Bertoni através dos processos com zeólitas e membranas - DOI: 10.4025/actascitechnol.v26i1.1546

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suzana Lemansky Rezende

    2004-03-01

    Full Text Available Neste trabalho utilizaram-se os seguintes processos de purificação do extrato aquoso de stevia a 10%: adsorção com zeólita CaX modificada por troca iônica, separação por ultrafiltração tangencial com membranas cerâmicas e o processo acoplado, zeólitas e membrana. Os melhores resultados de clarificação foram obtidos com o processo acoplado, empregando-se adsorção em leitos de zeólita CaX por 12 horas seguido da ultrafiltração em membrana cerâmica de tamanho médio dos poros 0,05 µm e pressão transmembrana de 4 bar. A clarificação final, após 2,5 horas de filtragem chegou a 99,56%. Esses resultados mostram que o processo acoplado, zeólitas e membrana, é promissor na purificação do extrato bruto de stevia. Porém o rendimento dos adoçantes (esteviosídeo e rebaudosídeo foi superior quando se trabalhou com o processo isolado com membranas

  12. Efeitos da inclusão do extrato oleoso de urucum em rações de poedeiras com substituição total ou parcial do milho pelo sorgo de baixo tanino = Effects of oily anatto extract inclusion in laying hens rations with total or partial replacement of maize by low tannin sorghum

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Guilherme Perazzo Costa

    2006-10-01

    Full Text Available Este trabalho foi conduzido com o objetivo de avaliar o efeito da adição do extrato oleoso de urucum na s rações de poedeiras com substituição do milho pelo sorgo de baixo tanino. Foram utilizadas 324 aves em um delineament o inteiramente casualizado, com nove tratamentos, sendo uma ração controle e um fatorial 2 x 4 (dois níveis de sorgo e quatro níveis de extrato oleoso de urucum, com seis repetições de seis aves por unidade experimental. A substituição do milho pelo sorgo não alterou o desempenho das aves (P>0,05, porém a inclusão do sorgo reduziu o peso do albúmen e aumentou o peso e aporcentagem da casca (PThe aim of this work was to evaluate the effect of oily anatto extract addition on laying hens rations with replacement of maize by low tannin sorghum. Three hundred and twenty four birds were used in a completely randomized design, with nine treatments, a control diet and a 2 x 4 factorial (two sorghum levels and four levels of oily anatto extract, and six replicates of six birds each experimental unit. Replacement of maize by sorghum did not alter birds performance (P>0.05, however, sorghum inclusion decreased albumen weight andincreased shell weight and percentage (P<0.05. There was a linear effect on yolk weight when anatto extract was added to rations with 100% of sorghum. It was verified that inclusion of 0.15% of anatto extract on sorghum ration promotes yolk coloration score similar to the one observed for maize ration.

  13. Projeto e validação de máquina para produção de extrato de amendoim

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jaime J. da S. Barros Neto

    2014-11-01

    Full Text Available O extrato de amendoim (leite de amendoim tem, por finalidade, levar à população uma bebida rica em proteína vegetal. Para sua produção desenvolveu-se uma máquina compacta, funcional e de fácil uso, composta pelos sistemas de alimentação, trituração e acionamento, além de uma base de sustentação. O equipamento desenvolvido foi projetado, avaliado e validado em laboratório, considerando-se: o tempo de processamento do produto e o resíduo produzido; rendimento da máquina e resíduo produzido utilizando-se duas peneiras distintas (1,5 e 0,42 mm; densidade, através de um densímetro e numa relação massa/volume; custo aproximado de sua produção considerando-se o custo do grão, da água mineral e da energia elétrica. Em laboratório a máquina apresentou um tempo de produção de 110,58 e 98,45 s para as Técnicas 1 e 2, respectivamente; densidade média de 0,99 g mL-1; rendimento de 2000 mL para a peneira 1 e 1726 mL para a peneira 2 e custo final de R$ 1,78 para a Técnica 1 e R$ 1,50 para a Técnica 2.

  14. Estudo in vitro da ação antimicrobiana de extratos de plantas contra Enterococcus faecalis In vitro antimicrobial activity of plant extracts against Enterococcus faecalis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edja Maria Melo de Brito Costa

    2010-06-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Muitos estudos têm sido realizados para avaliar o potencial terapêutico das plantas. OBJETIVO: Este estudo teve como objetivo avaliar a ação antimicrobiana dos extratos etanólicos da aroeira-da-praia (Schinus terebinthifolius Raddi, da aroeira-do-sertão (Astronium urundeuva [Fr. All.] Engl., da ameixa-do-mato (Ximenia americana L., da quixabeira (Syderoxylum obtusifolium [Roem et Schult.] e do hipoclorito de sódio (NaOCl a 2,5%, contra o Enterococcus faecalis (ATCC 29212. METODOLOGIA: Foi realizado teste de difusão em ágar, pelo método do poço, utilizando-se como controle positivo a clorexidina a 0,12%. Os microrganismos foram semeados em caldo BHI e incubados a 37ºC por 24 horas. Posteriormente, as suspensões microbianas foram semeadas em placas Petri, com ágar Mueller Hinton, sendo confeccionados seis poços equidistantes. As placas foram mantidas à temperatura ambiente por 2 horas, para ocorrer a pré-difusão das substâncias, e incubadas a 37ºC por 48 horas. Foram feitas as análises e medições dos halos de inibição em triplicata e os resultados foram analisados estatisticamente (teste de análise de variância [ANOVA]. RESULTADOS: A quixabeira apresentou os menores halos de inibição (teste t, p INTRODUCTION: Several studies have evaluated the therapeutic benefits of plants. OBJECTIVE: The aim of this study was to evaluate the antimicrobial activity of ethanol extracts of pepper tree (Schinus terebinthifolius Raddi, aroeira (Astronium urundeuva [Fr. All.] Engl., Olacaceae (Ximenia americana L., quixaba (Syderoxylum obtusifolium [Roem et Schult.], and sodium hypochlorite (NaOCl 2.5% against Enterococcus faecalis (ATCC 29212. METHODS: The agar diffusion test was performed and 0.12% chlorhexidine was applied as positive control. The microorganisms were allowed to grow in a brain-heart infusion broth (BHI and incubated at 37ºC for 24 hours. Subsequently, the microbial suspensions were seeded on Petri dishes

  15. Avaliação fototóxica e screening mutagênico de extratos de propolis, Aloe spp. e Hamamelis virginiana

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    M. F.S. RAMOS

    2009-01-01

    Full Text Available

    A utilização de extratos vegetais em produtos farmacêuticos e cosméticos tem mostrado ser uma tendência mundial e cresceu substancialmente nas duas últimas décadas. No entanto, há ainda poucos relatos na literatura com relação à atividade mutagênica ou fototóxica de extratos vegetais. No presente trabalho foi avaliada a atividade fototóxica e o “screening” mutagênico de extratos fluidos e secos de própolis, Aloe spp. e Hamamelis virginiana. Na investigação de fototoxicidade foram realizados ensaios microbiológicos, utilizando cepas de Candida albicans e Saccharomyces cerevisiae, bem como ensaios biológicos com cobaias albinos. Extratos etanólicos de Ruta graveolens e Citrus spp., além de 8-metoxipsoraleno (fármaco sintético padrão, foram usados como controles positivos em ambos os testes. A atividade mutagênica foi avaliada qualitativamente segundo o “spot test” descrito por Maron & Ames, com cepas de Salmonella typhimurium TA97, TA98, TA100 e TA102, empregando como controle positivo o óxido de 4-nitroquinolina. Não foi observada atividade fototóxica, em ambos os ensaios realizados, para qualquer dos extratos. O ensaio microbiológico demonstrou uma atividade fungistática ou fungicida nos extratos secos de hamamélis. Os resultados obtidos nos ensaios microbiológicos com a levedura S. cerevisiae indicam que este microrganismo apresentou eficiência no procedimento de “screening” de atividade fototóxica comparável à obtida com C. albicans. Os extratos vegetais não apresentaram atividade mutagênica nos ensaios preliminares realizados. Palavras-chave: Aloe spp., Hamamelis virginiana, própolis, fototoxicidade, mutagenicidade.

  16. Allelopathic effect of black mustard tissues and root exudates on some crops and weeds Efeito alelopático de tecidos de mostarda-preta e exsudatos da raiz de algumas culturas e plantas daninhas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    E Al-Sherif

    2013-03-01

    écies-alvo. Em geral, os extratos de plantas tiveram uma redução, dependendo da concentração do crescimento de mudas das espécies-alvo. No entanto, o extrato etanólico, na concentração mais baixa, tem estimulado o comprimento dos ramos de T. alexandrinum e T. aestivum e o comprimento da raiz da primeira. Exsudatos de raiz de mostarda inibiram o surgimento e crescimento das espécies-alvo durante todo o experimento. Os ácidos ferúlico e siringico foram os aleloquímicos dominantes encontrados utilizando HPLC.

  17. OBTENÇÃO DE BEBIDA A PARTIR DE SUCO DE CAJU (Anacardium occidentale, L. E EXTRATO DE GUARANÁ (Paullinia cupana sorbilis Mart. Ducke

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    SOARES LILIANA COSTA

    2001-01-01

    Full Text Available A partir do extrato de semente de guaraná com 0,96% de cafeína, foram testadas várias formulações para obtenção de uma bebida, utilizando-se de suco de caju clarificado e concentrado, caramelo, aromatizantes artificiais de caju e guaraná e acidulante, tendo também como variável os diversos graus de doçura (ºBrix. As melhores formulações foram selecionadas de acordo com os resultados da avaliação sensorial, onde se utilizou o teste de ordenação. A formulação selecionada foi processada e envasada em embalagens de vidro. Para determinar a aceitabilidade, o produto final foi submetido a análises físico-químicas e sensoriais.

  18. Antioxidant activity of rosemary and oregano ethanol extracts in soybean oil under thermal oxidation Ação antioxidante de extratos etanólicos de alecrim (Rosmarinus officinalis L. e orégano (Origanum vulgare L. em óleo de soja submetido à termoxidação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    R.F. ALMEIDA-DORIA

    2000-08-01

    Full Text Available Four experiments were conducted to measure the antioxidant activity of ethanol extracts of rosemary and oregano compared with synthetic antioxidants such as TBHQ and BHA/BHT. The antioxidant activity was determined and results differed from those of the Oven test at 63º C. Peroxide values and absorptivities at 232 nm of soybean oil under Oven test were lower in treatments with 25, 50, 75, 100 and 200 mg.Kg-1 TBHQ than in treatments with 1000 mg.Kg-1 oregano extract (O, 500 mg.Kg-1 rosemary extract (R and their mixture R+O. All the treatments were effective in controlling the thermal oxidation of oils; the natural extracts were as effective as BHA+BHT and less effective than TBHQ. The natural extracts were mixed with 25, 50, 75 and 100 mg.Kg-1 TBHQ and then added to the oil. No improvement in antioxidative properties was observed. The best antioxidant concentration could be determined from polynomial regression and quadratic equation from the experimental data.Foram realizados quatro ensaios para verificação da atividade antioxidante de extratos etanólicos de alecrim (A e orégano (O comparados com os antioxidantes sintéticos TBHQ e BHA+BHT. Os resultados de atividade antioxidante do teste usando sistema modelo diferiram das respostas do teste acelerado em estufa. Nos ensaios em estufa os valores de peróxido e absortividade em 232nm dos óleos de soja, adicionados de 25, 50, 75, 100 e 200mg TBHQ. Kg-1, foram menores do que os dos óleos adicionados dos extratos de orégano (O (1000mg.Kg-1, de alecrim (A (500mg.Kg-1 ou da mistura deles (A + O. Todos os tratamentos retardaram a oxidação do óleo, entretanto os extratos naturais não atingiram a eficiência do TBHQ, mas foram tão efetivos quanto a mistura BHA+BHT. A adição dos extratos naturais a doses reduzidas de TBHQ não melhorou a eficiência em retardar a oxidação.

  19. In vitro screening of Amazonian plants for hemolytic activity and inhibition of platelet aggregation in human blood Testes in vitro de plantas Amazônicas para atividade hemolítica e inibição da agregação plaquetária em sangue humano

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Viviana Maria Araújo de Oliveira

    2009-01-01

    ídas. Porções dos materiais vegetais em pó foram extraídas com água (por infusão, metanol e clorofórmio (por extração líquido-sólido contínua e os solventes foram removidos por evaporação rotatória e finalmente liofilização, forneceram um total de setenta e one (71 extratos liofilizados. Esses extratos foram avaliados inicialmente para atividade hemolítica in vitro e atividade inibitória da agregação plaquetária em sangue humano in vitro em concentrações de 500 e 100 µg/mL, respectivamente. Dezesseis (16 extratos (23 % dos extratos testados, 42 % das espécies vegetais representando as seguintes plantas, apresentaram inibição significativa frente a agregação de plaquetas humanas in vitro: Chaunochiton kappleri (Olacaceae, Diclinanona calycina (Annonaceae, Paypayrola grandiflora (Violaceae, Pleurisanthes parviflora (Icacinaceae, Sarcaulus brasiliensis (Sapotaceae. Como principal resultado, um grupo de extratos apresentando atividade inibitória da agregação plaquetária e em que não há atividade hemolítica in vitro foi identificado. Três (3 extratos (4 % do total de extratos testados, todos obtidos a partir de Elaeoluma nuda (Sapotaceae, apresentaram atividade hemolítica. Nenhuma das espécies vegetais nesse estudo tem uso medicinal conhecido. Assim, esses dados servem de linha base ou mínimas das atividades antiplaquetária e hemolítica (e utilidade potencial de plantas da floresta Amazônica. Finalmente, em geral, esses dados são os primeiros disponíveis sobre ação hemolítica e inibição da agregação plaquetária dos gêneros representados por essas espécies de plantas.

  20. Avaliação fitoquímica e potencial cicatrizante do extrato etanólico dos frutos de Jucá (Libidibia ferrea em ratos Wistar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Yuri Teiichi da Silva Kobayashi

    2015-04-01

    Full Text Available Libidibia ferrea é uma planta muito utilizada popularmente para fins terapêuticos, inclusive para acelerar processos de cicatrização de feridas cutâneas. O presente trabalho pesquisou a composição química e avaliou o potencial cicatrizante do extrato etanólico dos frutos de L. ferrea (Mart. ex Tul. em ratos. Foram utilizados 24 ratos Wistar divididos em quatro grupos. De todos os animais, foi retirado um fragmento de pele do dorso e cada grupo recebeu um tratamento diferente: solução de NaCl 0,9%, digliconato de clorexidina 1%, extrato etanólico dos frutos de Libidibia ferrea 12,5% e 50%. O processo de cicatrização foi avaliado macro e microscopicamente. Para a cicatrização de pele em ratos o extrato etanólico dos frutos de L. ferrea a 12,5% é significativamente mais eficiente do que a 50%. Saponinas, ácidos orgânicos, açúcares redutores, fenóis e taninos, sesquiterpenolactonas e outras lactonas, e antraquinonas foram encontrados no extrato.

  1. Estudo do efeito in vitro de extratos do rizoma de Dorstenia asaroides Hook. sobre fatores cariogênicos de Streptococcus mutans

    OpenAIRE

    Carlos Eduardo Mendes D\\'Angelis

    2011-01-01

    Dorstenia asaroides Hook. é um erva perene, conhecida como carapiá, utilizada na medicina popular contra uma variedade de enfermidades. Este estudo teve como objetivo obter e caracterizar o perfil fitoquímico de frações orgânicas (hexânica, acetato e clorofórmica) do extrato de rizomas de D. asaroides, bem como avaliar o efeito in vitro sobre Streptococcus mutans ATCC 25175 (multiplicação, potencial acidogênico e biofilme) e analisar a citotoxicidade destas frações. Os extratos estudados fora...

  2. Efeito do extrato bruto hidroalcoólico e de frações de folhas da Averrhoa carambola L. (Oxalidaceae no metabolismo glicêmico de ratos Wistar = Effect of Hydroalcoholic extract and fractions of Averrhoa carambola L. (Oxalidaceae leaves on the glycemic metabolism of Wistar rats

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marilene Provasi

    2005-01-01

    Full Text Available As folhas de carambola (Averrhoa carambola L. são utilizadas na fabricação do fitoterápico Glico-Vitae., indicado no tratamento do diabetes melittus tipo 2. Em nossos estudos, ratos machos Wistar que receberam, por via intragástrica, o extrato bruto liofilizado (EC e as frações de EC (20 mg/kg, durante duas semanas, apresentaram redução da glicemia. Mas, diferentemente da insulina, o EC e suas frações não estimularam a síntese de glicogênio e a produção de lactato em músculo sóleo isolado. Da fração mais ativa, empregando métodos espectroscópicos de EM, RMN1H e RMN13C, foram isoladas trêsfrações semipurificadas majoritárias e, por comparação com os dados da literatura, foram identificadas como misturas complexas de açúcares.Carambola (Averrhoa carambola L. leaves have been used for the production of Glico-Vitae., a phytotherapic medicine indicated for type 2 diabetes mellitus. Male Wistar rats, which received intragastric administration of the liophyliled extract (EC and fractions of EC (20 mg/kg during 2 weeks, showed decreased (p < 0.05 blood glucose levels. However, in contrast to insulin, EC and its fractions neither increased the glycogen synthesis or thelactate production in isolated soleus muscle. In addition, by using spectroscopic methods (MS, NMR1H and NMR13C a mixture of complex sugars were obtained from the fraction with the highest activity.

  3. Avaliação do efeito do extrato hidroalcoólico de Schinus terebinthifolius Raddi (Aroeira no processo de cicatrização da linea alba de ratos Evaluation of the hydro-alcoholic Schinus terebinthifolius Raddi (Aroeira extract in the healing process of the alba linea in rats

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Aldemir Teixeira Nunes Jr.

    2006-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o processo de cicatrização da parede abdominal de ratos após a injeção intraperitoneal do extrato hidroalcóolico de Schinus terebinthifolius Raddi. MÉTODOS: Utilizaram-se 40 ratos da linhagem Wistar, distribuídos em dois grupos de 20 animais, cada um subdividido em dois subgrupos. Estes ratos foram mortos no 3º e 7º dias após a aplicação intraperitoneal do extrato. No grupo experimento, injetou-se uma única dose de extrato hidroalcoólico de Aroeira (100 mg por quilo de peso do animal e no grupo controle uma única dose de solução salina isotônica a 0.9%. Após a morte dos animais, realizou-se o inventário da cavidade peritoneal à procura de aderências, seguido da ressecção da parede abdominal anterior englobando a ferida operatória para análise. As aderências foram classificadas pelos critérios de adesão de Nair. Realizou-se avaliação tensiométrica da parede abdominal através da medida da carga máxima suportada e da deformação máxima, medidos em máquina universal de ensaios do tipo Tiratest. Por fim, a avaliação histológica foi realizada através da coloração hematoxilina-eosina, com análise dos parâmetros: inflamação aguda, inflamação crônica, necrose isquêmica, reação gigantocelular do tipo corpo estranho, proliferação fibroblástica, fibrose, reepitelização e coaptação das bordas da sutura. RESULTADOS: A avaliacão macroscópica não revelou presença de aderências significativas entre a linha alba e as vísceras intra-abdominais nos grupos de estudo. A tensiometria demonstrou aumento significativo das variáveis carga máxima e deformação máxima (p=0,006 e p=0,000 respectivamente entre os grupos controle e experimento de sete dias. A avaliação histológica intergrupos (controle e experimento de três e sete dias não demonstrou alteração significativa para os parâmetros neoformação vascular, necrose, fibrose, reepitelização e coaptação das bordas da

  4. Controle de Colletotrichum gloeosporioides em mamoeiro, utilizando extratos vegetais, indutores de resistência e fungicida = Alternative control of Colletotrichum gloeosporioides in papaya, using vegetable extracts, resistance inducers and fungicide

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Cordeiro do Nascimento

    2008-07-01

    Full Text Available O presente trabalho teve como objetivo avaliar o controle de doenças do mamoeiro, utilizando extratos vegetais (alho, angico e manjericão, óleos naturais (urucum e algodão, indutores de resistência (Bion®, Ecolife® e Agro-mos® e fungicida Mancozeb/Dithane. O Experimento I consistiu-se da avaliação dos tratamentos sobre o crescimento micelial de Colletotrichum gloeosporioides, in vitro; no Experimento II, efetuou-se ainoculação artificial do fungo sobre frutos sadios de mamão e avaliou-se a severidade da podridão peduncular, por meio de escala de notas e, no Experimento III, aplicaram-se os tratamentos em mudas de mamoeiro, inoculadas artificialmente com C. gloeosporioides,avaliando-se a antracnose com escala de notas. Os resultados obtidos demonstraram que extratos de angico e alho proporcionaram um menor crescimento micelial, in vitro, e o Bion® manteve um eficiente controle da podridão peduncular em frutos. Nas mudas, oefeito do alho, angico e Bion® diferiram significativamente dos demais, sendo que o Bion® apresentou melhor controle da severidade da antracnose. Assim, o controle da podridão peduncular e antracnose em mamoeiro, com produtos naturais e indutores de resistência, pode ser uma opção viável na substituição de agroquímicos.This present work had as objective to evaluate the control of papaya diseases using natural extracts (Allium sativum L., Anadenanthera peregrina L. Speng, and Ocimum basilicum L., natural oils (Gossypium hirsutum L. and Bixa orellana L., resistance inducers (Bion®, Ecolife® and Agro-mos®, and a chemical fungicide (Mancozeb/Dithane. Experiment I was conducted to evaluate the inhibitory potential of the treatments on Colletotrichum gloeosporioides mycelial growth in vitro; in Experiment II, artificial inoculation of fungus was performed on healthy papaya fruits, and the severity of stem-end rot was evaluated using a disease index; and in Experiment III,treatments were applied on papaya

  5. Atividade antiviral de extratos de plantas medicinais disponíveis comercialmente frente aos herpesvírus suíno e bovino Antiviral activity of commercially available medicinal plants on suid and bovine herpesviruses

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    V.M. Kaziyama

    2012-01-01

    Full Text Available O presente trabalho teve como objetivo pesquisar a atividade antiviral in vitro de plantas medicinais disponíveis comercialmente sobre herpesvírus suíno (SuHV-1 e bovino (BoHV-1. As espécies adquiridas foram Mikania glomerata, Cymbopogon citratus, Equisetum arvense, Peumus boldus, Solanum paniculatum, Malva sylvestris, Piper umbellatun e Solidago microglossa. A citotoxicidade dos extratos foi avaliada na linhagem celular MDBK pelas alterações morfológicas das células e obtenção da concentração máxima não citotóxica (CMNC de cada planta. A atividade antiviral foi realizada com os extratos em suas respectivas CMNC e avaliada com base na redução do título viral e expressos em porcentagem de inibição. Os extratos aquosos de Peumus boldus e Solanum paniculatum apresentaram atividade antiviral sobre o SuHV-1 com 98% de inibição viral enquanto o de Peumus boldus inibiu apenas o BoHV-1 em 99%.This paper aims to find commercially available medicinal plants showing antiviral activity in vitro on suid and bovine herpesviruses. The following species were tested: Mikania glomerata, Cymbopogon citratus, Equisetum arvense, Peumus boldus, Solanum paniculatum, Malva sylvestris, Piper umbellatun and Solidago microglossa. The cytotoxicity was evaluated by morphological changes in cells determining the maximum not cytotoxic concentration (MNCC. The antiviral activity was evaluated by viral title reduction. The extracts from Peumus boldus and Solanum paniculatum showed antiviral activity against SuHV-1 with 98% of inhibition. The extract of Peumus boldus also showed activity against BoHV-1 with 99% of inhibition.

  6. Toxicidade de extratos de nim (Azadirachta indica ao ácaro-vermelho-do-cafeeiro Oligonychus ilicis Toxicity of neem extracts (Azadirachta indica to the coffee red mite Oligonychus ilicis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sheila Abreu Mourão

    2004-08-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi estudar a toxicidade aguda e crônica de extratos de óleo de torta, de sementes e de folhas de Azadirachta indica A. Juss (nim a fêmeas do ácaro-vermelho-do-cafeeiro Oligonychus ilicis (McGregor (Acari: Tetranychidae. A mortalidade e a taxa instantânea de crescimento populacional de fêmeas adultas desse ácaro foram avaliadas em discos de folhas de cafeeiro com 3,5 cm de diâmetro, impregnados com resíduo seco dos extratos de nim e flutuando em água. As concentrações dos extratos de óleo de torta, sementes e folhas de nim que mataram 50% e 99% dos indivíduos de O. ilicis, após 72 horas de exposição, foram de 0,02, 15,9 e 121,4 mg/mL e de 10,9, 520,9 e 277,4 mg/mL, respectivamente. A taxa instantânea de crescimento populacional de O. ilicis diminuiu, linearmente, com o aumento da concentração dos extratos de óleo de torta, sementes e folhas de nim até 0,075, 15 e 144 mg/mL, respectivamente, a partir das quais as populações desse ácaro foram extintas.The objective of this work was to study the toxicity of extracts of oil cake, seeds and leaves of Azadirachta indica A. Juss (neem to the coffee red mite Oligonychus ilicis (McGregor (Acari: Tetranychidae. Concentration-mortality and instantaneous rate of populational growth were determined for adult females of the red mite on disks of coffee with 3.5 cm diameter, floating on water and impregnated with dry residues of the neem extracts. Concentrations of these extracts which caused 50% mortality of the individuals of O. ilicis were 0.02, 15.9 and 121.4 mg/mL; while 99% mortality of this mite was reached with 10.9, 520.9 and 277.4 mg/mL for oil cake, seeds and leaves extracts, respectively. The instantaneous rate of populational growth of O. ilicis dropped as the extract doses increased up to 0.075, 15 and 144 mg/mL for oil cake, seeds and leaves extracts, respectively.

  7. Efeito da aplicação de extratos aquosos em couve na alimentação de largatas de Ascia monuste orseis Effect of aqueous vegetal extratcts application on larva feeding behavior of Ascia monuste orseis at kale

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cesar Augusto Manfré Medeiros

    2005-01-01

    Full Text Available Os efeitos de extratos aquosos de amêndoas de Azadirachta indica e frutos de Sapindus saponaria, aplicados em discos de folhas de couve (Brassica oleracea var. acephala nas concentrações de 0,0117% e 1,0342% (p/v, respectivamente, foram estudados sobre a alimentação das lagartas de Ascia monuste orseis. Avaliou-se a atratividade e o consumo de área foliar de lagartas de primeiro e terceiro ínstar durante 24 horas, em condições de laboratório (T = 25 ± 2ºC, UR = 60 ± 10% e fotofase = 12 horas. Nos testes com e sem chance de escolha, para lagartas de primeiro ínstar e teste sem chance de escolha para lagartas de terceiro ínstar, não houve diferença quanto à atratividade das lagartas. No teste com chance de escolha para lagartas de terceiro ínstar, houve menor atratividade das lagartas pelos discos de folhas tratadas com S. saponaria, diferindo da testemunha. No decorrer de 24 horas de avaliações, pode-se observar 58,3% de lagartas atraídas na testemunha, não diferindo de A. indica e diferindo de S. saponaria, com 39,3% e 2,4% das lagartas atraídas, respectivamente. Quanto ao consumo de área foliar, o extrato de S. saponaria diminuiu o consumo de lagartas, em todos os testes realizados. Quando não tinham opção de escolha para se alimentar de folhas sem os extratos, as lagartas consumiram as folhas tratadas nas concentrações testadas, porém em menor quantidade. Os extratos testados neste experimento demonstram ter efeitos sobre a alimentação das lagartas de A. monuste orseis, possivelmente com propriedades deterrentes e/ou supressoras de alimentação.The effects of aqueous extracts of Azadirachta indica almonds and of Sapindus saponaria fruits, applied on disks of kale leaves (Brassica oleracea var. acephala at concentrations of 0.0117% and 1.0342% (w/v, respectively, were studied on larval feeding behavior of Ascia monuste orseis. Data on leaves attractiveness and consumption at first and third larval instar were

  8. Atividade antimicrobiana de Lippia alba (Mill. N. E. Brown (Verbenaceae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jaciana S. Aguiar

    Full Text Available Lippia alba (Mill. N. E. Brown (Verbenaceae, amplamente distribuída em todo o território brasileiro, é conhecida popularmente como erva cidreira e utilizada na medicina popular como analgésica, febrífuga, antiinflamatória, antigripal e nas afecções hepáticas. Extratos brutos foram preparados a partir de plantas cultivadas, de modo padronizado, em horta medicinal do Laboratório de Fitoterapia da Empresa Pernambucana de Pesquisa Agropecuária (IPA para a verificação da atividade antimicrobiana, in vitro, pelo método de difusão em disco de papel. A concentração inibitória mínima (CIM foi determinada para os extratos que exibiram melhores atividades. Os resultados obtidos mostraram que os extratos clorofórmico, acetônico e etanólico da raiz foram ativos frente a Staphylococcus aureus, Micrococcus luteus, Bacillus subtilis, Mycobacterium smegmatis, Candida albicans e Monilia sitophila e os extratos hexânicos, etanólicos e metanólicos das folhas inibiram S. aureus, M. luteus, B. subtilis, M. smegmatis e M. sitophila. A menor concentração inibitória (CIM = 31,2 µg/mL, foi obtida para o extrato clorofórmico da raiz frente a B. subtilis e M. luteus.

  9. Chemical composition, toxicity and larvicidal and antifungal activities of Persea americana (avocado seed extracts Composição química, toxicidade, atividade larvicida e antifúngica de extratos de semente de Persea americana (abacate

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Jaime Giffoni Leite

    2009-04-01

    Full Text Available The present study had the aim of testing the hexane and methanol extracts of avocado seeds, in order to determine their toxicity towards Artemia salina, evaluate their larvicidal activity towards Aedes aegypti and investigate their in vitro antifungal potential against strains of Candida spp, Cryptococcus neoformans and Malassezia pachydermatis through the microdilution technique. In toxicity tests on Artemia salina, the hexane and methanol extracts from avocado seeds showed LC50 values of 2.37 and 24.13mg mL-1 respectively. Against Aedes aegypti larvae, the LC50 results obtained were 16.7mg mL-1 for hexane extract and 8.87mg mL-1 for methanol extract from avocado seeds. The extracts tested were also active against all the yeast strains tested in vitro, with differing results such that the minimum inhibitory concentration of the hexane extract ranged from 0.625 to 1.25mg L-¹, from 0.312 to 0.625mg mL-1 and from 0.031 to 0.625mg mL-1, for the strains of Candida spp, Cryptococcus neoformans and Malassezia pachydermatis, respectively. The minimal inhibitory concentration for the methanol extract ranged from 0.125 to 0.625mg mL-1, from 0.08 to 0.156mg mL-1 and from 0.312 to 0.625mg mL-1, for the strains of Candida spp., Cryptococcus neoformans and Malassezia pachydermatis, respectively.O presente estudo teve como objetivo testar os extratos hexânico e metanólico das sementes do abacate, a fim de determinar sua toxicidade em Artemia salina, avaliar a atividade larvicida frente ao Aedes aegypti, bem como verificar o potencial antifúngico in vitro contra cepas de Candida spp, Cryptococcus neoformans e Malassezia pachydermatis, através da técnica de microdiluição. Os extratos hexânico e metanólico das sementes de abacate apresentaram no teste de toxicidade frente à Artemia salina, valores de LC50 2,37 e 24,13mg L-1, respectivamente; contra as larvas do Aedes aegypti os resultados obtidos foram LC50 16,7mg L-1 para o extrato hexânico e 8,87mg

  10. O aproveitamento do resíduo da indústria do sisal no controle de larvas de mosquitos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pizarro Ana Paula B.

    1999-01-01

    Full Text Available Descreve-se o aproveitamento do resíduo do desfibramento das folhas de Agave sisalana, como um larvicida para o combate a mosquitos transmissores de doenças tropicais. Durante 24 horas, larvas de Aedes aegypti e Culex quinquefasciatus foram expostas a concentrações diferentes do extrato da planta para determinar as concentrações letais. Para A. aegypti foi constatada a CL50 em 322ppm e para C. quinquefasciatus em 183ppm. Foi investigada a ação de saponinas existentes na planta, ficando evidenciado que o resíduo de A. sisalana é ativo através da interação de vários dos seus componentes. Este extrato poderá ser utilizado em campo, na concentração de 100ppm para C. quinquefasciatus com um aumento do tempo de exposição para três dias, obtendo-se uma mortalidade de 100% das larvas. Este produto, porém, não é recomendado para o controle de A. aegypti, devido à necessidade de uma alta concentração para a obtenção de 100% de mortalidade das larvas e ao fato destas se desenvolverem preferencialmente em água potável.

  11. INFLUÊNCIA DA AMÔNIA E OXIGÊNIO DA ÁGUA IN VIVO E DA ERVA-MATE EX VIVO SOBRE A ESTABILIDADE LIPÍDICA DE FILÉS DE DOURADO

    OpenAIRE

    Ana Paula de Lima Veeck

    2008-01-01

    Este trabalho teve como objetivo avaliar os efeitos da exposição in vivo a concentrações estressantes de amônia e oxigênio na água e do tratamento com extrato de erva-mate (Ilex paraguariensis) post mortem sobre a estabilidade lipídica de filés de dourado (Salminus brasiliensis). Foi avaliada a influência de diferentes níveis de amônia e oxigênio sobre a composição centesimal, composição de ácidos graxos e a peroxidação lipídica de filés de dourado, assim como a estabilidade desses filés d...

  12. Valor nutricional de componentes da planta e dos coprodutos da Agave sisalana para alimentação de ruminantes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    L.G.N. Brandão

    2011-12-01

    Full Text Available Avaliaram-se a composição bromatológica, os nutrientes digestíveis totais (NDT, a digestibilidade in vitro da matéria seca (DIVMS e a cinética de fermentação ruminal do bulbilho e pseudocaule da planta do sisal e dos coprodutos do desfibramento do sisal (CDS na forma de silagem, feno e amonização com 5% de ureia e do pó da batedeira das fibras de sisal. O delineamento experimental foi o inteiramente ao acaso, com três repetições. Os valores da matéria seca variaram de 11,4 a 89,7% na silagem e no feno do CDS, respectivamente. O CDS amonizado destacou-se com o maior valor de proteína bruta, 22,7%. Para o pseudocaule e o pó da batedeira, não foram detectadas a presença de extrato etéreo. Os teores de carboidratos não fibrosos (CNF foram mais altos no pseudocaule, 72,7%, e no bulbilho, 69,5%. Não houve diferença nos valores de DIVMS entre os alimentos avaliados. O pó da batedeira apresentou os maiores valores de NDT. Os teores de fibra em detergente ácido, de CNF e de produção cumulativa de gases do pó da batedeira, bulbilhos e pseudocaule os qualificam como volumosos de baixo teor de fibra e alta digestibilidade.

  13. Perspectives for the use of plant extracts to control the cattle tick Rhipicephalus (Boophilus microplus Perspectivas para o uso de extratos de plantas para o controle do carrapato de bovinos Rhipicephalus (Boophilus microplus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lígia Miranda Ferreira Borges

    2011-06-01

    Full Text Available The evolution of resistance of Rhipicephalus (Boophilus microplus to synthetic acaricides has given rise to the need for new scientific investigations on alternative ways to control this tick. In this regard, various studies on plants have been developed in an attempt to find extracts with acaricidal properties. Evaluations on plant extracts for controlling R. (B. microplus have grown intensely over the last decade. There are many advantages from using plant extracts: for example, they can be used in organic cattle farming or even replace synthetic acaricides and they are associated with lower environmental and food contamination, slower development of resistance and lower toxicity to animals and humans. In vitro studies on plant extracts have shown promising results, but most of these extracts have not been tested on animals to validate their use. Difficulties in preparing proper formulations, differences in the chemical composition of plants of the same species due to extrinsic and intrinsic factors and sparse information on active acaricide compounds are hindrances that need to be addressed in order to enable progress within this scientific field.A evolução da resistência do Rhipicephalus (Boophilus microplus aos acaricidas sintéticos tem impulsionado novas investigações científicas sobre métodos alternativos para controlar este carrapato. Considerando isso, vários estudos com plantas têm sido desenvolvidos numa tentativa de encontrar extratos com propriedades acaricidas. Avalições de extratos de plantas para o controle de R. (B. microplus tem sido intensificadas nesta última década. Existem muitas vantagens com o uso de extratos de plantas no controle deste carrapato, como: eles podem ser utilizados na produção orgânica de bovinos, ou mesmo substituir os acaricidas sintéticos, além do mais, estão associados com baixa contaminação ambiental e dos alimentos, desenvolvimento mais lento de resistência e baixa toxicidade

  14. Ação do extrato de própolis sobre a fermentação in vitro de diferentes alimentos pela técnica de produção de gases Effect of the propolis on the in vitro fermentation of different feedstuffs by the technique of gas production

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Deolindo Stradiotti Júnior

    2004-08-01

    Full Text Available Dois experimentos foram realizados procurando-se avaliar in vitro a eficiência do extrato de própolis em inibir a produção de gases oriundos da fermentação ruminal de diferentes alimentos. No primeiro experimento, incubaram-se 100 mg de matéria seca de feno de brachiária moído, em ausência (0,2 mL de solução alcoólica a 70% em água ou presença de 0,2 mL de extrato de própolis (extração de 3 g de própolis em pedra triturada para cada 10 mL de álcool a 70%, durante dez dias, posteriormente diluída para 50% da mesma. O extrato de própolis, quando comparado ao tratamento controle, reduziu a produção final total e a produção final de gases para carboidratos fibrosos. A taxa de digestão específica para carboidratos fibrosos e carboidratos não-fibrosos foi superior, quando se utilizou o extrato de própolis. A redução da produção total de gases pode ser atribuída ao efeito da própolis em aumentar a concentração molar de propionato, com conseqüente diminuição da relação acetato:propionato. No experimento 2, procurou-se avaliar diferentes diluições de extrato de própolis (0; 13,7; 33,3; e 66,7%, em analogia à monensina sódica, adicionada para atingir 5,0 µM como concentração final nos tubos de incubação. Observou-se efeito significativo de tratamento, alimento e interação alimento:tratamento sobre o volume de gás proveniente dos carboidratos fibrosos e não-fibrosos. Não houve efeito do menor nível de própolis (13,7% sobre nenhuma das dietas avaliadas, tanto para volume final de gases oriundos dos carboidratos fibrosos quanto não-fibrosos. Entretanto, o maior nível (66,7% mostrou-se eficiente em todas as dietas, para ambos os carboidratos, inclusive suplantando a monensina, na maioria das vezes, quanto à menor produção final de gases.Two experiments were accomplished with the objective to evaluate the in vitro efficiency of the propolis extract to inhibit the gas production from ruminal

  15. Antimicrobial efficacy of Curcuma zedoaria extract as assessed by linear regression compared with commercial mouthrinses Eficácia antimicrobiana do extrato de Curcuma zedoaria avaliada por regressão linear comparada com anti-sépticos bucais comerciais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Bugno

    2007-09-01

    Full Text Available The antimicrobial activity of Curcuma zedoaria (Christm Roscoe extract against some oral microorganisms was compared with the antimicrobial activity of five commercial mouthrinses in order to evaluate the potential of the plant extract to be incorporated into formulas for improving or creating antiseptic activity. The in vitro antimicrobial efficacy of plant extracts and commercial products were evaluated against Streptococcus mutans, Enterococcus faecalis, Staphylococcus aureus and Candida albicans using a linear regression method to evaluate the microbial reduction obtained in function of the exposure time, considering as effectiveness a 99.999% reduction in count of standardized microbial populations within 60 seconds. The results showed that the antimicrobial efficacy of Curcuma zedoaria (Christm Roscoe extract was similar to that of commercial products, and its incorporation into a mouthrinse could be an alternative for improving the antimicrobial efficacy of the oral product.A atividade antimicrobiana do extrato de Curcuma zedoaria (Christm Roscoe contra algumas bactérias da microbiota bucal foi comparada com a atividade antimicrobiana de cinco anti-sépticos comerciais, a fim de avaliar o potencial do extrato vegetal de ser incorporado em formulações com a finalidade de melhorar ou conferir atividade anti-séptica. A eficácia antimicrobiana in vitro do extrato vegetal e produtos comerciais foi avaliada frente a Streptococcus mutans,Enterococcus faecalis,Staphylococcus aureus e Candida albicans, utilizando o método de regressão linear para avaliar a redução microbiana obtida em função do tempo de exposição, considerando como eficácia a redução de 99,999% na contagem de população microbiana padronizada em 60 segundos. Os resultados demonstraram que a eficácia antimicrobiana do extrato de Curcuma zedoaria (Christm Roscoe foi similar a de produtos comerciais e que sua incorporação em anti-sépticos bucais pode ser uma

  16. Prospecção fitoquímica de Himatanthus drasticus Plumel (Apocynaceae, da mesorregião leste maranhense

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    H.S. Luz

    2014-01-01

    Full Text Available O uso indiscriminado de Himatanthus drasticus (Janaúba por pequenos caprinocultores no controle de verminose em pequenos ruminantes foi o que motivou a realização do estudo fitoquímico do mesmo. Cascas da janaúba foram coletadas na mesorregião Leste do Maranhão e conduzidas aos laboratórios de Nutrição da Universidade Estadual do Maranhão e de Produtos Naturais da Universidade Federal do Maranhão para a identificação botânica e fitoquímica pela metodologia da Prospecção Preliminar e CCD, realizando testes para as diversas classes de metabólitos secundários. A partir das cascas do vegetal moído e desidratado foi realizado o preparo do extrato bruto (EB. O material foi colocado em uma mistura hidroalcoólica de EtOH: H2O (7:3 v:v, e submetido a agitação mecânica esporádica. Os Subextratos foram obtidos a partir do EBHA pelo processo de partição líquido-líquido, ETOH: H2O (2:1, v:v. As misturas foram preparadas com os seguintes solventes orgânicos de polaridades crescentes: hexano, acetato de etila e butanol. As análises cromatográficas evidenciaram a presença de grupos de metabólitos secundários no extrato e nos subextratos. As classes de metabólitos secundários que apresentaram maior expressividade na análise de prospecção foram os alcaloides e taninos, enquanto que na analise por CCD foram os flavonoides e terpenos, indicando o potencial da ação farmacológica das cascas de H. drasticus.

  17. Evaluation of wound healing effect of petroleum ether and methanolic extract of Abelmoschus manihot (L. Medik., Malvaceae, and Wrightia tinctoria R. Br., Apocynaceae, in rats Avaliação do efeito de cicatrização dos extratos de éter de petróleo e metanol de Abelmoschus manihot (L. Medik., Malvaceae, e Wrightia tinctoria R. Br., Apocynaceae, em ratos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pritam S. Jain

    2010-11-01

    Full Text Available In recent years, oxidative stress and free radicals have been implicated in impaired wound healing. Abelmoschus manihot (L. Medik., Malvaceae, and Wrightia tinctoria R. Br., Apocynaceae, plants widely used in Ayurveda, possesses anti-inflammatory and antimicrobial properties. The present study was undertaken to assess the potential of petroleum ether and methanolic extracts in wound healing in Wistar albino rats. The rats were divided into six groups of six animals each. Group 1 is normal wounded control, group 2 received standard drug and the other four groups were treated with two different doses each of petroleum ether and methanolic extract of A. manihot and W. tinctoria. The wound healing parameters were evaluated by using incision wounds in extract-treated rats, standard and controls. Both the doses of petroleum ether and methanolic extract significantly increased wound breaking strength when compared with the control group.Nos últimos anos, o estresse oxidativo e radicais livres têm sido implicados na cicatrização. Abelmoschus manihot (L. Medik., Malvaceae e Wrightia tinctoria R. Br., Apocynaceae, plantas utilizadas na medicina Ayurveda, possuem propriedades antiinflamatórias e antimicrobianas. O presente estudo foi realizado para avaliar o potencial dos extratos de éter de petróleo e metanólico na cicatrização de feridas em ratos Wistar. Os ratos foram divididos em seis grupos com seis animais cada. O grupo 1 foi utilizado como controle, o grupo 2 recebeu a droga padrão e os outros quatro grupos foram tratados com duas doses diferentes de cada um dos extratos de A. manihot e W. tinctoria. Os parâmetros de cicatrização foram avaliados através da incisão feridas em ratos tratados com extrato, padrões e controles. Ambas as doses dos extratos de éter de petróleo e metanólico aumentaram significativamente força de ruptura da ferida quando comparados ao grupo controle.

  18. Potencial herbicida da biomassa e de substâncias químicas produzidas pelo fungo endofítico Pestalotiopsis guepinii Herbicide potential of the biomass and chemical compounds produced by the fungus Pestalotiopsis guepinii

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    L.S. Santos

    2008-01-01

    Full Text Available Muitas substâncias químicas disponíveis na natureza, produzidas por plantas ou por microrganismos, podem oferecer novas e excelentes oportunidades para diversificar o controle de pragas na agricultura e na prática agrícola, e, nesse sentido, os fungos podem contribuir de forma positiva. O objetivo deste trabalho foi caracterizar o potencial inibitório na germinação de sementes e no desenvolvimento de plântulas de duas espécies de plantas daninhas em relação aos extratos e substâncias químicas obtidas da biomassa produzida por Pestalotiopsis guepinii - um fungo endofítico da espécie Virola michelii. Foram desenvolvidos bioensaios em condições controladas de 25 ºC e fotoperíodo de 12 horas, para germinação, e de 25 ºC e fotoperíodo de 24 horas, para desenvolvimento da radícula e do hipocótilo. Os extratos brutos foram analisados em concentração de 1,0% (m/v. Os resultados indicaram os extratos mais polares (MeOH-1 e MeOH-2 como de maior potencial inibitório, porém os efeitos promovidos pelos extratos hexânicos e acetato de etila foram expressivos, especialmente em relação à germinação das sementes. Comparativamente, a germinação das sementes das espécies de plantas daninhas se mostrou mais sensível aos efeitos do que o desenvolvimento das plântulas. Das espécies receptoras, Mimosa pudica (malícia apresentou maior sensibilidade aos efeitos inibitórios dos extratos. Entretanto, na germinação de sementes da espécie Senna obtusifolia (mata-pasto, o extrato MeOH-1 apresentou 100% de inibição. As substâncias ergosterol e peróxido de ergosterol, isoladas do extrato hexânico, quando testadas isoladamente, apresentaram potencial inibitório sempre abaixo dos 35%, não repetindo o potencial inibitório do extrato hexânico, de onde foram isoladas. Quando testadas juntas, não se verificaram aumentos expressivos na atividade herbicida, embora acréscimos na atividade inibitória tenham sido observados

  19. Ação de Inseticidas Botânicos sobre a Preferência Alimentar e sobre Posturas de Spodoptera frugiperda (J.E. Smith (Lepidoptera: Noctuidae em Milho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fábio Mazzonetto

    2013-04-01

    Full Text Available O presente trabalho objetivou comparar o efeito de diferentes extratos de origem vegetal na preferência alimentar e na postura da lagarta do cartucho Spodoptera frugiperda (J.E. Smith em folhas de milho. Extratos aquosos a 10% p/v de Chenopodium ambrosioides (Linnaeus (Erva de Santa Maria, Corymbia citriodora (Hill & Johnson (Eucalipto Cheiroso, Chrysanthemum leucanthemum (Linnaeus (Crisântemo e Azadirachta indica (A. Juss (Nim foram aplicados em discos de folhas de milho e oferecidos às lagartas em testes com e sem chance de escolha. A atratividade das lagartas pelos discos com os extratos não diferiu da testemunha no teste com chance de escolha, porém os extratos de Nim e Crisântemo apresentaram efeito fagodeterrente a S. frugiperda. Nos testes sem chance de escolha, o tratamento que mais repeliu as lagartas foi utilizando extrato de Nim, representando possível alternativa para o controle das lagartas desta espécie. Nenhum dos extratos aquosos das espécies vegetais testadas apresentou efeito ovicida.

  20. Longevidade pós-colheita de alpínia [Alpinia purpurata (Vieill. K. Schum.] tratada com soluções de sacarose e extratos aquosos naturais Postharvest longevity of red ginger [Alpinia purpurata (Vieill. K. Schum.] treated with sucrose solutions and natural water extracts

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    H.L.S. Sant'Anna

    2010-09-01

    Full Text Available A alpínia (Alpinia purpurata é uma planta tropical encontrada em diversas regiões do Brasil com excelente potencial para a comercialização como flor de corte. Entretanto, a senescência das hastes pela exaustão da sacarose é um dos principais fatores que afetam a durabilidade comercial, sendo suprimida através da adição de sacarose nas soluções de pulsing. O presente trabalho objetivou avaliar o efeito de extratos aquosos de estévia (Stevia rebaudiana, anis estrelado (Illicium verum e sacarose em solução de pulsing na manutenção da qualidade pós-colheita de inflorescências de alpínia. Hastes florais uniformizadas em tamanho foram submetidas à solução de pulsing, por 12 horas, nas concentrações de 0,5; 1,0; 2,0 e 3,0%, tendo água destilada como controle. A melhor qualidade comercial das inflorescências foi obtida quando as hastes foram colocadas em pulsing em extratos de anis estrelado e estévia 1% e em solução de sacarose 2%, não apresentando diferença estatística entre si. A longevidade total das hastes não foi influenciada pelos tratamentos. A solução de sacarose pode ser substituída pelos extratos das plantas medicinais estudadas, na conservação pós-colheita de inflorescências de alpínia.Red ginger (Alpinia purpurata is a tropical plant found in several Brazilian regions with excellent potential for commercialization as cut flower. However, the senescence of flower stems due to the exhaustion of sucrose is a major factor that affects commercial durability and is suppressed through addition of sucrose in pulsing solutions. The aim of this work was to evaluate the effect of water extracts from stevia (Stevia rebaudiana, star anise (Illicium verum and sucrose in pulsing solution on the postharvest quality maintenance of red ginger inflorescences. Flower stems of uniform size were subjected to the pulsing solution for 12h at 0.5, 1.0, 2.0 and 3.0% concentrations, with distilled water as control. The best

  1. CARACTERÍSTICAS DA SOLUBILIDADE PROTÉICA E ISOLAMENTO DA GLOBULINA PRINCIPAL DE CAUPÍ (Vigna unguiculata (L. Walp. CULTIVAR BR 14-MULATO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valdir Augusto NEVES

    2009-07-01

    Full Text Available

    O objetivo do trabalho foi determinar a composição química, características de solubilidade das proteínas e o isolamento da globulina principal de caupí cultivar BR-14 Mulato. A farinha descorticada apresentou 29,32% de proteína, 3,59% de cinzas, 1,4% de extrato etéreo. A solubilidade das proteínas da farinha mostrou-se dependente das condições de extração, tais como: tipo e concentração de sal, tempo e pH. A extração fracionada e seqüencial das proteínas mostrou que 77,94% da proteína total foi solubilizada, a fração globulina com 41,99% do total, seguido da albumina 10,11% e glutelina 7,81%. A globulina principal isolada e submetida à cromatografia de filtração em gel mostrou um peso molecular de 174 kDa. Apresentou um elevado grau de homogeneidade na eletroforese em gel de poliacrilamida contendo dodecilsulfato de sódio, revelando ser constituída de cerca de 5 subunidades, com predomínio de duas majoritárias na faixa de 40 a 50 kDa e um teor de glícides de 1,10%. PALAVRAS-CHAVE: Caupí BR-14 MULATO; Vigna unguiculata; composição química; solubilidade; fracionamento.

  2. Avaliação de extratos vegetais no controle de mosca-branca, Bemisia tabaci biótipo B em abóbora Evaluation of plant extracts in the control of whitefly Bemisia tabaci biotype B in squash

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bruno Marcus Freire Vieira Lima

    2013-09-01

    Full Text Available A abóbora (Cucurbita moschata Duch. é uma cultura de importância para a agricultura familiar da região Nordeste do Brasil. No entanto, a ocorrência do prateamento das folhas da aboboreira ocasionado pela mosca-branca, Bemisia tabaci biótipo B limita sua produção, causando prejuízos aos agricultores. O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficiência de extratos vegetais sobre o nível populacional de ninfas de mosca-branca em abóbora cv. Jacarezinho. O experimento foi instalado em campo experimental, em blocos casualizados, constituído de seis tratamentos e três repetições. As aplicações dos extratos vegetais foram feitas com intervalo de sete dias, fazendo-se uso de substâncias extraídas das seguintes plantas: canudo (Ipomoea carnea subsp. fistulosa, mamona (Ricinus communis L., tinguí (Mascagnia rigida Griseb, cardo-santo (Argemone mexicana L., e o óleo comercial Natuneem®. Todos os extratos vegetais obtiveram eficiência no controle de ninfas B. tabaci, sendo o R. communis (75,49%, M. rigida (73,99%, I. carnea (72,24%, óleo de nim (70,4% e A. mexicana (69,16%.The squash (Cucurbita moschata Duch. is an important crop for family farmers in the northeast of Brazil. However, the occurrence of leaf silvering caused by the whitefly, Bemisia tabaci biotype B, limits production, causing losses to farmers. The aim of this study was to evaluate the efficiency of plant extracts on the population levels of whitefly nymphs on the squash cv. Jacarezinho. The experiment was conducted at an experimental field, in a randomized block design consisting of six treatments and three replications. Applications of plant extracts were made at an interval of seven days, making use of substances extracted from the following plants: Ipomoea carnea subsp. Fistulosa, castor bean (Ricinus communis L., Tingui (Mascagnia rigida Griseb, cardo-santo (Argemone mexicana L., and the commercial oil product Natuneem ®. All of the plant extracts were

  3. Atividade antimicrobiana de Schinus terebenthifolius Raddi Antimicrobial activity of Schinus terebenthifolius Raddi

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cláudia Helena Degáspari

    2005-06-01

    Full Text Available Objetivou-se com este trabalho analisar a atividade antimicrobiana de extratos aquoso e alcoólico obtidos de frutos da Schinus terebenthifolius ou aroeira-vermelha, diretamente ligados à quantidade de compostos fenólicos existentes nesses extratos. Pelos testes, verificou-se que o extrato alcoólico apresentou efeito inibitório sobre o crescimento de Staphylococcus aureus e Bacillus cereus, já o extrato aquoso não apresentou efeito inibitório sobre os crescimento dos microrganismos testados. O extrato alcoólico mostrou-se com quantidade significativa da flavona apigenina, além de ácido elágico, ao passo que no extrato aquoso foi observada a presença da flavanona naringina.This research analyzed the antimicrobial activity of aqueous and alcoholic extracts obtained from Schinus terebenthifolius fruits or aroeira-vermelha, directly linked to the amount of phenolics compouds existent in these extracts. The tests showed that the alcoholic extract presented an inibitory effect to the growth of Staphylococcus aureus and Bacillus cereus, and the aqueous extract didn't present inibitory effect to the growth of the tested microorganisms. The alcoholic extract was shown with a significant amount of the flavone apigenin, besides ellagic acid and siringic acid, while in the aqueous extract was observed the flavanone naringine.

  4. Reflexos da clarificação do caldo de cana com moringa sobre compostos inorgânicos do açúcar VHP

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gustavo H. G. Costa

    2015-02-01

    Full Text Available Objetivou-se, neste trabalho, avaliar os reflexos da clarificação do caldo de cana utilizando extrato de folhas e sementes de moringa (Moringa oleifera Lamarck como auxiliares de sedimentação sobre os teores dos compostos inorgânicos do caldo clarificado e do açúcar VHP (Very High Purity - Tipo Exportação produzido. O delineamento experimental utilizado foi o fatorial 5 x 2 com quatro repetições; o primeiro fator correspondeu aos auxiliares de sedimentação: extrato de folhas e sementes de moringa, polieletrólito sintético e testemunha; já o segundo fator correspondeu a duas variedades de cana-de-açúcar: RB92579 e RB867515. O caldo extraído foi clarificado através de caleagem simples, concentrado até 60 oBrix e submetido ao processo de cozimento. No caldo original, clarificado e no açúcar produzido, foram quantificados os teores de fósforo, potássio, cálcio, sódio, magnésio, manganês e ferro além do teor de cinzas totais. Os empregos dos extratos de folhas e sementes de moringa se mostraram eficazes no tratamento do caldo destinado à produção de açúcar, por eliminar quantidades significativas de cálcio e ferro em comparação ao polieletrólito sintético. O extrato de folhas foi o melhor auxiliar de sedimentação,quando comparado aos demais.

  5. Atividade alelopática de extratos brutos de três espécies de Copaifera (Leguminosae-Caesalpinioideae Allelophatic activity of crude extracts from three species of Copaifera (Leguminosae - Caesalpinioidedae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    A.P.S Souza Filho

    2010-12-01

    Full Text Available Nos últimos anos, atenção especial foi dada aos compostos químicos envolvidos na interação entre plantas, especialmente quando se sabe das possibilidades do seu uso em estratégia de manejo de plantas daninhas. A Amazônia, pela sua megabiodiversidade e abundância de espécies vegetais, pode oferecer excelente oportunidade para a descoberta de inovadoras moléculas químicas com potencial de uso na atividade agrícola. Dessa forma, neste trabalho analisou-se, comparativamente, a atividade potencialmente alelopática de três espécies de Copaifera, caracterizando-se as variações na intensidade dos efeitos alelopáticos em função da espécie doadora, da fração da planta e da polaridade dos constituintes químicos. Extratos hexânico e etanólico, preparados a 1,0% a partir de folhas, galhos e cascas de Copaifera duckei, C. martii e C. reticulata, foram testados sobre a germinação de sementes e o desenvolvimento da raiz das plantas daninhas malícia (Mimosa pudica e mata-pasto (Senna obtusifolia. Observaram-se variações nas intensidades dos efeitos em função das variáveis estudadas. O extrato etanólico de folhas e o de galhos de C. martii e C. reticulata apresentaram alto potencial para inibir a germinação de sementes, sobretudo da espécie malícia. A espécie C. duckei evidenciou baixo potencial alelopático inibitório na germinação das duas espécies receptoras. Cascas, folhas e galhos de C. duckei apresentaram potencial inibitório mais expressivo sobre o desenvolvimento da raiz, com destaque para as folhas. Compostos químicos apolares e polares estão envolvidos na atividade alelopática da espécie C. duckei, com ênfase maior para os compostos apolares. Diferentemente, para C. martii e C. reticulata, compostos polares estão envolvidos, preferencialmente, na atividade inibitória evidenciada por essas espécies, notadamente aqueles localizados nas folhas e cascas. Comparativamente, a tendência observada foi de

  6. Potencial antioxidante e antimicrobiano de espécies da família Asteraceae Antioxidant and antimicrobial potential of Asteraceae species

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    R.L Fabri

    2011-01-01

    Full Text Available Espécies da família Asteraceae são amplamente utilizadas na medicina popular para diversos fins terapêuticos. Neste contexto, este estudo teve por objetivo averiguar a atividade antimicrobiana e antioxidante in vitro de extratos metanólicos de plantas pertencentes a Asteraceae, a maioria comumente utilizada na medicina tradicional. A prospecção química dos extratos também foi realizada. A atividade antimicrobiana foi avaliada pelo método de susceptibilidade em microdiluição em caldo e a atividade antioxidante determinada pelo ensaio com o radical DPPH. O extrato da folha de Baccharis dracunculifolia apresentou significativa atividade antimicrobiana para Pseudomonas aeruginosa,Bacillus cereus e Cryptococcus neoformans (CIM = 0,005; 0,005 e 0,039 mg mL-1, respectivamente. Os extratos das folhas de Bidens segetum e Matricaria chamomilla foram seletivos para Shigella sonnei e P. aeruginosa (CIM = 0,005 e 0,078 mg mL-1, respectivamente. Já as folhas de Acanthospermun australe e Baccharis trimera apresentaram atividade significativa apenas para Candida albicans (CIM = 0,039 mg mL-1 enquanto as folhas de Taraxacum officinale foram ativos contra ambas leveduras com CIM 0,039 mg mL-1. Em relação à atividade antioxidante, os extratos das folhas de B. dracunculifolia, T. officinale e das inflorescências de B. segetum apresentaram significativa atividade com CI50 de 5, 5 e 4 µg mL-1, respectivamente. A prospecção química dos extratos identificou presença de compostos como flavonoides, terpenos e outros que podem ser responsáveis pelas atividades observadas.Asteraceae species have been largely used in folk medicine for several therapeutic purposes. Thus, the aim of this work was to investigate the in vitro antimicrobial and antioxidant activities of methanol extracts from plants belonging to the Asteraceae family, most of which are commonly used in traditional medicine. Chemical prospecting of extracts was also performed. The

  7. Clinical, biometric and ultrasound assessment of the effects of daily use of a nutraceutical composed of lycopene, acerola extract, grape seed extract and Biomarine Complex in photoaged human skin Avaliações clínica, biométrica e ultrassonográfica dos efeitos do uso diário de um nutracêutico a base de licopeno, extrato de acerola, extrato de semente de uva e Complexo Biomarinho na pele fotoenvelhecida humana

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adilson Costa

    2012-02-01

    associaram ao uso de fotoprotetor FPS15 a tomada diária do produto nutracêutico em questão. Nos dias 0 (D0, 30 (D30, 60 (D60, 90 (D90 e 120 (D120 elas foram avaliadas, quando sofreram Avaliações Médica e Auto-Avaliação e análises biométricas cutâneas (corneometria, sebumetria e pHmetria nas peles da região zigomática esquerda e face súpero-medial do braço esquerdos; nos dias 0 (D0, 30 (D30 e 120 (D120 a pele das mesmas regiões foram analisadas do ponto de vista ultrassonográfico. Nos dias 0 (D0 e 120 (D120 biópsias cutâneas foram realizadas nas respectivas áreas das análises instrumentais (para avaliar colágeno e das fibras elásticas. RESULTADOS: Houve melhora do estado geral da pele de todas as voluntárias pelas Avaliações Médica e Voluntária; aumento alterações dos parâmetros cutâneos na hidratação, redução do pH cutâneo, aumento da densidade ultrassonográfica e aumento histológico na densidade colágena e elástica (tanto na face quanto no braço; redução da seborreia somente na face. CONCLUSÕES: O uso diário de um produto nutracêutico a base de licopeno, extrato de acerola, extrato de semente de uva e Complexo BiomarinhoT mostra-se um adjuvante importante na abordagem do fotoenvelhecimento cutâneo.

  8. Análise farmacognóstica e atividade antibacteriana de extratos vegetais empregados em formulação para a higiene bucal Herbal extracts in an experimental mouthwash: pharmacognostics analysis and antibacterial activity

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cynthia Helena Gontijo Cordeiro

    2006-09-01

    Full Text Available A utilização de extratos vegetais vem se tornando uma alternativa importante para a prevenção de doenças periodontais. Este trabalho objetivou desenvolver uma formulação de enxagüatório bucal, contendo, em associação, extratos hidroalcoólicos de Rosmarinus officinalis, Plantago major, Tabebuia impetiginosa, Achillea millefollium e Nasturtium officinale; avaliar sua composição farmacognóstica e sua atividade antibacteriana, como também da fórmula proposta. Foram realizados estudos de pré-formulação e análises farmacognósticas para as espécies vegetais. A atividade antibacteriana in vitro foi observada por meio dos métodos de difusão em disco de papel, por hole- plate e por template, frente a Staphylococcus aureus, Bacillus subtilis, Escherichia colik, Enterococcus faecalis e Pseudomonas aeruginosa. A concentração inibitória mínima (CIM foi determinada por meio do método de macrodiluições sucessivas em caldo. Os resultados obtidos apresentaram-se de acordo com o histórico farmacognóstico das drogas estudadas. Todas as bactérias foram inibidas pelos extratos, observando-se que as espécies S. aureus e B. subtilis mostraram, aparentemente, maior sensibilidade. A CIM variou, em relação a sensibilidade de cada espécie bacteriana estudada, de 312,5 µL/mL a 1250 µL/mL para os extratos vegetais e de 625 µL/mL a 2500 µL/mL para o enxaguatório bucal. São necessários estudos complementares para a confirmação da eficácia deste produto e sua utilização na prevenção de doenças periodontais.In this study, herbs and hidroalcoholic extracts of Nasturtium officinale, Rosmarinus officinalis, Tabebuia impetiginosa, Plantago major and Achillea millefollium, were investigated for pharmacognostics analysis (flavonoids, alkaloids, tanins, saponins and antraquinones and antibacterial activity (against Staphylococcus aureus, Bacillus subtilis, Escherichia coli, Enterococcus faecalis e Pseudomonas aeruginosa. In vitro

  9. AVALIAÇÃO DO USO DE SORO DE QUEIJO PARA A OBTENÇÃO DE EXTRATO PROTÉICO DE SOJA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    ELANE PRUDÊNCIO

    2009-07-01

    Full Text Available

    Estudou-se a possibilidade do uso de soro de queijo como líquido de extração de soja visando à obtenção principalmente de proteínas. Na etapa em que a relação sólido:liquido é de 1:8, foram substituídos 10%, 20%, 30%, 40%, 50%, 60%, 70%, 80%, 90% e 100% da porção líquida (água por soro de queijo. Posteriormente, foram determinadas as composições químicas dos produtos finais e matérias-primas. Os resultados obtidos demonstraram a viabilidade de se produzir extrato de soja com soro de queijo.

  10. Fungitoxic activity avaliation of the hexane and methanol extracts of copaiba plant leavesCopaifera langsdorffi Desfon Avaliação da atividade fungitóxica dos extratos foliares hexânico e metanólico da Copaifera langsdorffi Desfon

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Carolina Lourenço Amorim

    2004-04-01

    Full Text Available The fungitoxicity of hexane and methanol extracts of copaiba plants were evaluated by biological tests against the phytopathogens Colletotrichum gloeosporioides and Bipolaris sorokiniana. These extracts were chosen because they presented the highest yields in the extraction at room temperature. The biological material was obtained from the Department of Phytopathology of the UFLA, transplanted in BDA (C. gloeosporioides and PCA (B. sorokiniana culture media and incubated in a germination chamber with control of light and temperature. Five treatments (0/100/200/400/800 ppm were used with three repetitions of each, and four mutually perpendicular radii, were measured in centimeters from the mycelial center. The formula for the Mycelial Growth Index (MGI was applied to the values obtained for statistical analyses. A 32% reduction in the growth of B. sorokiniana was observed in the presence of the methanol extract, while the hexane extract was effective against both of the phytopathogens, resulting in a 49% reduction in the growth of B. sorokiniana and an 18% reduction in the growth of C. gloeosporioides.Avaliou-se a fungitoxicidade dos extratos hexânico e metanólico do óleo copaíba por meio de ensaios biológicos contra os fitopatógenos Colletotrichum gloeosporioides e Bipolaris sorokiniana. Os referidos extratos foram escolhidos em razão dos melhores rendimentos obtidos na extração a frio. O material biológico foi obtido na UFLA no Departamento de Fitopatologia, repicado em meio de cultura BDA (C. gloeosporioides e PCA (B. sorokiniana e incubados em câmara de germinação com controle de temperatura e luz. Empregaram-se cinco tratamentos (0/100/200/400/800 ppm, realizando-se três repetições e avaliando-se quatro raios, medidos em centímetros, a partir do micélio central. Os valores aferidos foram aplicados à fórmula do Índice de Crescimento Micelial (ICM para as análises estatísticas. Observou-se que o extrato metan

  11. Obtenção e caracterização de manoproteínas da parede celular de leveduras de descarte em cervejaria=Obtainment and characterization of mannoproteins from brewer’s yeast cell wall

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raul Jorge Hernan Castro-Gomez

    2012-01-01

    Full Text Available A biomassa de levedura resultante da produção de cerveja é mátéria-prima para extração de componentes celulares, incluíndo manoproteínas. O presente trabalho avaliou a possibilidade da utilização da levedura Saccharomyces sp. descartada em cervejaria, para obtenção de extrato com manoproteínas. A extração foi conduzida segundo delineamento fatorial incompleto, Box-Behnken 33, para as variáveis temperaturas (75, 85 e 95ºC, tempo de extração (5, 7 e 9h e concentração da suspensão de parede celular (10, 15 e 20%. O etanol residual da fermentação não interfere na obtenção do extrato contendo manoproteínas. O maior índice de extração foi 4,08%, observado para temperatura de 95ºC na concentração de 10% por 7h e 15% por 9h. A validação experimental do maior índice predito resultou em 4,50% de extrato, confirmando a capacidade preditiva do modelo. A manoproteína obtida, a partir de 10% de parede celular (95ºC, 9h, apresentou 51,39% de proteínas, com 58 e 64 kDa, e 25,89% de carboidratos, distribuídos entre manose e glicose. A atividade emulsificante foi de 62,50 ± 0,88% e a estabilidade da emulsão foi de 96,00 ± 1,40%. Estes resultados evidenciam o potencial bioemulsificante do extrato e a viabilidade de utilização da levedura descartada em cervejarias para obtenção de compostos com propriedades industriais interessantes.The biomass of yeast after beer production is a raw-material for cell components extraction, including mannoproteins. The present study evaluated the using viability of spent brewer’s yeast Saccharomyces sp. for obtainment of extract containing mannoprotein. The extraction was conducted by Box-Behnken 33 incomplete design, for the variables temperature (75, 85 and 95ºC, time of extraction (5, 7 and 9h and concentration of cell wall in suspension (10, 15 and 20%. The residual ethanol of fermentation doesn’t have interference in the obtaining of extract containing mannoproteins. The

  12. Desenvolvimento de Spodoptera frugiperda (J. E. Smith em genótipos de milho tratados com extrato acetato de etila de Trichilia pallida (Swartz Development of Spodoptera frugiperda (J. E. Smith on corn genotypes treated with ethyl acetade extract from Trichilia pallida (Swartz

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antonia Railda Roel

    1999-07-01

    Full Text Available Avaliou-se o efeito do extrato acetato de etila obtido de folhas e ramos de Trichillia pallida, (a 0,001%, sobre o desenvolvimento de Spodoptera frugiperda alimentada com folhas de quatro genótipos de milho, um suscetível, 'Piranão', e três resistentes, 'CMS 14C', 'Zapalote Chico', 'ESALQ-PB-4', à referida praga. Os parâmetros biológicos avaliados foram peso, duração e viabilidade das fases larval e pupal. Verificou-se que o extrato provocou alongamento da fase larval e redução dos pesos larval e pupal e que os genótipos resistentes não confirmaram esse comportamento pois quando comparados ao genótipo suscetível, apenas reduziram o peso pupal. Não houve interação significativa entre os fatores genótipo e extrato.The effect of the ethyl acetate extract of leaves and branches of Trichilia pallida was evaluated (at 0.001% on larvae of S. frugiperda, fed on leaves of the corn genotypes 'Zapalote Chico', 'CMS 14C' and 'ESALQ-PB-4', considered resistant to this pest, and the susceptible genotype 'Piranão'. The parameters evaluated were length, weight and viability of larval and pupal stages. The extract increased the length of the larval stage, and larval and pupal weight, while resistant genotypes only reduced the pupal weight, did however not confirm the resistant behaviour. There was no interaction between genotype and extract.

  13. Inibição da tripsina de bicho-mineiro do cafeeiro por um fator não-protéico presente em extratos de folhas de mamona Coffee leaf miner trypsin inhibition with castor bean leaf extracts mediated by a non-protein agent

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guilherme Duarte Rossi

    2010-04-01

    Full Text Available Inibidores de tripsina representam uma estratégia de controle de insetos e, por isso, a identificação e caracterização desses inibidores são etapas muito importantes para que novas formas de controle de pragas sejam desenvolvidas. Os inibidores de tripsina atuam na digestão primária de proteínas e comprometem o processo digestivo por completo, reduzindo a disponibilidade de aminoácidos ao inseto. A incorporação de inibidores de tripsina na dieta de insetos-praga é uma forma de controle cuja eficácia foi verificada por diferentes autores. Este projeto foi conduzido a fim de se observar a eficiência de extratos de folhas de mamona na inibição "in vitro" de proteinases do tipo tripsina do bicho-mineiro do cafeeiro. Após testes realizados com os extratos de folhas de mamona não-fervidos e fervidos com e sem a adição de β-mercaptoetanol 0,2% (v/v e mediante precipitações com acetona, verificou-se que o inibidor é uma molécula termoresistente e não-protéica. Desta forma, iniciou-se um processo de purificação da molécula inibidora por meio de cromatografia de adsorção com posterior análise em espectrômetro de massas. Os resultados dos testes de inibição indicaram a presença de um inibidor de tripsina eficaz contra o bicho-mineiro do cafeeiro nos extratos de folhas de mamona capaz de inibir 2,48 + 0,15 UTI, o que representa aproximadamente 40% de inibição. Em testes realizados com tripsina bovina observou-se que o extrato de folhas de mamona não apresenta poder de inibição sobre essa enzima.Trypsin inhibitors stand for a strategy of insect control and, therefore, the identification and characterization of these inhibitors are very important steps for new forms of pest control to be developed. Trypsin inhibitors act in the primary digestion of proteins and endanger the digestive process wholly, reducing the availability of aminoacids to the insect. The incorporation of trypsin inhibitors in the diet of pest

  14. Quando uma proposição não se converte em política?: O caso da Política Nacional de Atenção Integral à Saúde de Adolescentes e Jovens - PNAISAJ

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silvia Brãna Lopez

    2013-04-01

    Full Text Available As três últimas décadas foram fecundas à instituição de políticas públicas voltadas para a saúde integral de vários extratos populacionais no Brasil. Pretendemos apresentar os resultados parciais da análise das narrativas de atores participantes da construção da proposta da Política Nacional de Atenção Integral à Saúde de Adolescentes e Jovens (PNAISAJ, com o objetivo de explorar os dissensos observados neste processo. A análise se baseou nas narrativas de 8 atores partícipes do processo e buscou identificar as unidades temáticas que expressam tais dissensos numa leitura compreensivista segundo a perspectiva socio­lógica de Bourdieu. Concluímos que a não legitimação de uma Política Nacional para este extrato populacional expressa o não reconhecimento dos adolescentes e jovens como sujeitos autônomos e protagonistas de decisões políticas a estes afetas. Apesar do protagonismo juvenil ser enunciado nos textos políticos como um novo paradigma para a promoção da saúde integral dos adolescente e dos jovens, concluímos que, culturalmente, o que prevalece é a legitimação de outros sentidos. Sentidos estes deliberados segundo os interesses e a compreensão da adolescência e da juventude pelas instâncias sociais mais ampliadas, se constituindo como políticas culturais.

  15. Efeito da schinus terebinthifolius raddi sobre o processo de reparo tecidual das lesões ulceradas induzidas na mucosa bucal do rato = Effect of the schinus terebinthifolius raddi in the process of tissular repair in ulcers induced in mucosa oral of the rat

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ribas, Marina de Oliveira

    2006-01-01

    Os grupos controles não receberam nenhum tipo de tratamento e os grupos experimentais foram tratados com o extrato da folha de Schinus terebinthifoLius Raddi. As informações obtidas foram analisadas estatisticamente através do teste de Kruskal-Wallis e comparações múltiplas, utilizando probabilidade de p > 0,05. Na análise dos resultados obtidos do efeito do extrato, observou-se que as úlceras nos grupos experimentais, quando comparadas às dos grupos controles, mostraram fechamento epitelial acelerado, maior proliferação vascular e fibroblástica. A Schinus terebenthifoüus Raddi mostrou ter efeito positivo no processo de reparo tecidual

  16. Extrato de orégano como aditivo em rações para frangos de corte Oregan extract as an additive in the broiler diet

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ellen Hatsumi Fukayama

    2005-12-01

    Full Text Available Os objetivos neste experimento foram avaliar os efeitos da inclusão de extrato de orégano (EO como aditivo promotor de crescimento nas rações sobre o desempenho, o sistema imune (peso e tamanho da bursa de Fabricius, peso do baço e do timo, as características anatomo-fisiológicas do trato gastrointestinal (altura de vilosidade, profundidade de cripta e suas relações, a microbiologia do ceco e o pH do duodeno e do ceco de frangos de corte. Foram utilizados 1.440 pintos de corte machos Cobb 500, em duas fases de criação (1 a 21 e 1 a 42 dias de idade, distribuídos em delineamento inteiramente casualizado, com seis tratamentos e oito repetições de 30 aves. Utilizou-se ração basal (RB para as três fases de criação (1 a 21, 22 a 35 e 36 a 42 dias de idade, constituindo os seguintes tratamentos: T1 - RB; T2 - RB com antibiótico (25 ppm de bacitracina de zinco; T3 - RB com 0,025% EO; T4 - RB com 0,050% EO; T5 - RB com 0,075% EO; e T6 -RB com 0,100% EO. Observou-se que os tratamentos não influenciaram o desempenho e os pHs dos conteúdos duodenal e cecal das aves nas duas fases de criação. As variáveis de imunidade e avaliação anatomo-fisiológica do trato gastrointestinal aos 21 dias não apresentaram diferenças. Apenas o peso do baço e a altura de vilosidade aos 42 dias de idade foram influenciados pelos tratamentos. Houve redução no número de bactérias no ceco das aves à medida que se elevou o conteúdo do extrato de orégano nas rações, indicando que houve ação antimicrobiana dos componentes deste extrato. Na condição em que foi realizado o experimento, o uso do extrato de orégano como aditivo promotor de crescimento não ocasionou efeito diferente dos demais tratamentos (antibiótico e testemunha.The objectives of this trial were to evaluate the efficacy of oregan extract (OE, as growth promoter, in the diets, on performance, immune system (bursa Fabricius weight and volume, spleen weight and thymus weight

  17. Diferenças no padrão da atividade alelopática em espécies da família Leguminosae Differences in allelopathic activity patterns in Leguminosae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    M. Mourão Júnior

    2010-01-01

    Full Text Available As inúmeras espécies de plantas que compõem a floresta amazônica podem representar excelente alternativa para fazer frente ao desafio de desenvolver a agricultura conforme as exigências da sociedade. Neste trabalho, procurou-se determinar e caracterizar o padrão de atividade alelopática em espécies da família Leguminosae, em função de variações de espécies, fonte de extratos e sensibilidade da planta receptora. Bioensaios de germinação de sementes e alongamento da radícula e do hipocótilo foram desenvolvidos em condições controladas. Os resultados indicam que as espécies estudadas não apresentaram padrão semelhante no tocante aos efeitos potenciais alelopáticos, havendo, entretanto, hierarquização no tocante à intensidade dos efeitos globais, sendo o potencial alelopático inibitório mais amplo e efetivo nas espécies Bauhinia guianensis, Bowdichia virgiloides, Parkia pendula e Platimenia reticulata. O potencial alelopático foi efetivo e mais restrito em Bauhinia macrostachya. O fator fração das plantas revelou diferenciação no padrão de atividade: para a maioria das espécies, as folhas foram a principal fonte de aleloquímicos, e para Bauhinia macrostachya e Inga edulis, a raiz. Em termos de padrão de respostas das espécies receptoras, o alongamento da radícula é mais sensível aos efeitos dos extratos, ficando o alongamento do hipocótilo como o de menor sensibilidade. Os efeitos dos extratos foram mais intensos sobre Mimosa pudica. Esses resultados também atribuem à floresta amazônica importância como fonte de compostos químicos de interesse para o homem, o que, em si, justifica sua preservação.Innumerous plant species in the Amazon forest may be an excellent alternative to meet society's demand for natural products. This work aimed to determine and characterize the pattern of allelopathic activity in species of the Leguminosae family, according to species variation, extract source, and receptor

  18. Comportamento ingestivo e parâmetros sanguíneos em ovinos que receberam dietas contendo aditivos à base de extratos de própolis em pó

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    O.P. Prado-Calixto

    Full Text Available RESUMO Objetivou-se avaliar os efeitos do extrato de própolis (LLOSC2 sobre o comportamento ingestivo e os parâmetros sanguíneos em cordeiros alimentados com dieta concentrada. Foram utilizados quatro cordeiros machos, castrados, sem raça definida e com peso médio inicial de 32±1,92kg, mantidos em gaiolas metabólicas individuais durante todo o período experimental. O delineamento experimental foi em quadrado latino 4x4, com quatro animais, quatro dietas e quatro períodos experimentais. As dietas diferiram em relação à adição ou não de extratos de própolis à ração. As dietas testadas diferiam na adição de zero (controle, 1(88,16mg/g de flavonoides, duas (176,32mg/g de flavonoides ou três (264,48mg/g de flavonoides doses de aditivo à base de extrato de própolis LLOSC2. A dieta tinha relação volumoso:concentrado de 40:60 e foi formulada para ganhos de 250g. A ração concentrada era composta de milho e farelo de soja. O comportamento ingestivo dos animais foi observado por 24 horas, divididas em quatro períodos de seis horas. As coletas de sangue eram realizadas no último dia do período. Não houve efeito das doses LLOSC2 sobre o tempo despendido em alimentação, ruminação, ócio e ingestão de água. A duração do ciclo ruminativo foi maior nos animais que receberam duas doses de LLOSC2, e o número de movimentos mastigatórios também tendeu a aumentar no período que compreendia das 13 às 19h. Já a dieta contendo uma dose de LLOSC2 aumentou a duração da ruminação do bolo bem como o seu número total de mastigações no período de uma a sete horas. Houve uma diminuição nos níveis séricos de cortisol com a adição de três doses de LLOSC2. O hemograma, o leucograma, o perfil bioquímico e as imunoglobulinas não foram afetados pela inclusão das doses de LLSOC2. A administração de extrato de própolis LLOSC2 à dieta de ovinos não afetou seu comportamento ingestivo, os parâmetros hematol

  19. Antimicrobial efficacy of secondary metabolites from Glomerella cingulata Eficiência antimicrobiana do extrato bruto de Glomerella cingulata

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    K. Hara Kishore

    2007-03-01

    Full Text Available Fungi are known to produce a vast array of secondary metabolites that are gaining importance for their biotechnological applications. Early reports suggest that G. cingulata has the capability to transform many compounds by various enzymatic actions. Therefore, the focus of this study was to determine the antibacterial and antifungal activity of crude ethyl acetate extract of G. cingulata using agar cup bioassay method. Crude extract of G. cingulata exhibited remarkable antifungal activity against Rhizopus oryzae, Chrysoporium tropicum and Beauveria bassiana but no antifungal activity was found against Alternaria tenuissima and Aspergillus niger at any concentrations. The crude extract presented no antibacterial activity against Gram positive and Gram negative bacteria at any concentration.Fungos são conhecidos produtores de uma vasta coleção de metabólitos secundários que vem mostrando importância crescente na sua aplicação biotecnológica. Publicações anteriores sugerem que G. cingulata tem a capacidade de transformar vários componentes por diferentes ações enzimáticas. Logo, o foco deste estudo foi determinar a atividade antibacteriana e antifúngica do extrato bruto de G. cingulata obtido por acetato de etila utilizando-se um método envolvendo bloco de agar. O extrato bruto de G. cingulata demonstrou marcante atividade antifungica contra Rhizopus oryzae, Chrysoporium tropicum e Beauveria bassiana entretanto, não foi possível detectar, em nenhuma concentração, atividade antifungica contra Alternaria tenuissima e Aspergillus niger. O mesmo extrato não apresentou atividade antibacteriana, em nenhuma concentração, contra bactérias Gram negativa e positiva.

  20. Soluções de alho (Allium sativum L. no controle de nematódeos gastrintestinais em bovinos jovens da raça Holandesa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    C.L.C. Parra

    2014-09-01

    Full Text Available Para avaliar o efeito da atividade anti-helmíntica do alho suplementado, foram utilizadas 24 bezerras e novilhas da raça Holandesa, naturalmente infectadas. As soluções foram preparadas triturando-se o alho, (50%, mais água ou álcool 92º, (50%, administrando-se oralmente aos animais. Os tratamentos (T foram constituídos pelo grupo controle negativo (T1; extrato alcoólico de alho a 60g e 120g/100Kg de peso vivo (T2 e (T3; extrato aquoso de alho a 60 e 120g/100kg de peso vivo (T4 e (T5; e o grupo controle positivo com albendazol a 10% (T6. Os tratamentos fitoterápicos foram repetidos a cada 14 dias, caso a infecção fosse superior a 400 ovos por grama de fezes (OPG. A técnica de coprocultura quantitativa e qualitativa foi empregada para avaliar a eficácia anti-helmíntica dos tratamentos. Foram observadas diferenças entre os grupos controle e tratados para OPG e na porcentagem relativa de larvas infectantes e desenvolvimento larval. O uso das soluções de alho demonstrou controle parcial de nematódeos gastrintestinais.

  1. Avaliação in vitro da atividade antiviral de extratos de plantas frente ao metapneumovirus aviário (AMPV) e vírus respiratório sincicial bovino (BRSV)

    OpenAIRE

    Matheus Cavalheiro Martini

    2010-01-01

    Resumo: Para avaliar a atividade antiviral dos extratos de plantas brasileiras foram eleitos o Metapneumovirus aviário (aMPV) e o vírus Respiratório sincicial bovino (BRSV) pertences à família Paramyxoviridae, subfamília Pneumovirinae, gêneros Metapneumovirus e Pneumovirus respectivamente. Tanto o aMPV quanto o BRSV são vírus semelhantes aos que causam doenças em humanos como o vírus respiratório sincicial humano (HRSV) e metapneumovírus humano (hMPV). O objetivo do presente trabalho foi aval...

  2. Repelência e deterrência na oviposição de Bemisia tabaci biótipo B pelo uso de extratos vegetais em Cucurbita pepo L Repellence and deterrence on oviposition of Bemisia tabaci biotype B by the use of vegetal extracts in Cucurbita pepo L

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    J.P.G.F. Silva

    2012-01-01

    Full Text Available Bemisia tabaci biótipo B é um dos principais insetos-praga na cultura da abobrinha (Cucurbita pepo L.. O manejo dessa mosca-branca tornou-se grande desafio aos agricultores, uma vez que esta apresenta rápida capacidade de desenvolver resistência a diferentes classes de inseticidas. Como alternativa vem sendo investigado o uso de extratos vegetais com atividades inseticida e/ou insetistática, os quais têm revelado resultados promissores no combate a inseto. O presente trabalho teve por objetivo avaliar os possíveis efeitos de sete extratos provenientes de cinco espécies vegetais, Ruta graveolens L. (folhas, Azadirachta indica A. Juss. (folhas + ramos, Trichilia pallida Swartz (ramos, T. pallida (folhas, A. indica (amêndoas, Chenopodium ambrosioides L. (inflorescências + ramos+ folhas e Mentha pulegium L. (folhas, sobre Bemisia tabaci biótipo B em abobrinha, por meio de testes de repelência e deterrência para oviposição. Em teste com chance de escolha, avaliou-se a atratividade e determinou-se o índice de repelência após 6, 24 e 48 horas da aplicação dos extratos. A oviposição foi verificada após a terceira contagem do número de adultos. O extrato à base de folhas de M. pulegium mostrou repelência e deterrência à oviposição de B. tabaci biótipo B, podendo ser recomendado como alternativa para o manejo do inseto.Bemisia tabaci biotype B is one of the main pests in squash (Cucurbita pepo L.. The management of this whitefly has become a major challenge to growers, since they have the ability to quickly develop resistance to different classes of insecticides. Alternatively, the use of plant extracts with insecticide and/or insectistatic activities has been investigated, showing promising results for the whitefly control. The present study evaluated the possible effects of seven extracts from five plant species, Ruta graveolens L. (leaves, Azadirachta indica A. Juss. (leaves + branches, Trichilia pallida Swartz (branches

  3. Efeitos de antimicrobianos e extratos vegetais sobre a microbiota intestinal e a freqüência de diarréia em leitões recém-desmamados Effects of antimicrobials and herbal extracts on intestinal microbiology and diarrhea incidence in weanling pigs

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Liliana Lotufo Oetting

    2006-10-01

    Full Text Available Foram realizados três experimentos envolvendo 120 leitões (21 aos 56 dias de idade para avaliar os efeitos de antimicrobianos e extratos vegetais sobre a microbiota intestinal (experimento 1 e a freqüência de diarréia em leitões (experimentos 1, 2 e 3. Os animais foram distribuídos em pares (um macho castrado e uma fêmea em 20 baias (unidade experimental, em um delineamento experimental de blocos casualizados, composto pelos tratamentos: controle - ração basal; antimicrobiano ração basal com bacitracina de zinco, olaquindox e colistina (50 ppm de cada; extrato vegetal A, B e C - ração basal com 700, 1.400 e 2.100 ppm de extrato vegetal, respectivamente. O extrato vegetal continha óleo essencial de cravo, tomilho, orégano, eugenol e carvacrol. Ao final do experimento 1, foi sacrificado um animal por unidade experimental e coletadas amostras do raspado do intestino delgado para a análise microbiológica. Não foram encontradas diferenças na análise microbiológica. A frequência de diarréia dos animais que receberam antimicrobianos foi inferior à observada nos tratamentos controle e com extratos vegetais no período de 1 a 35 dias de experimentação. Portanto, apesar de não terem sido detectadas diferenças na microbiota, os antimicrobianos foram efetivos no controle da diarréia.Two experiments with a total of 120 weanling pigs (21 to 56 d of age were conducted to evaluate the effects of antimicrobials and herbal extracts on intestinal microbiota (experiment 1 and on fecal score (experiments 1, 2 and 3. Pigs were allotted in pairs (pens with a barrow and a female to a randomized complete block design 12 replications of five treatments. Treatments consisted of: control - basal diet; antimicrobial - basal diet plus Zn bacitracin, olaquindox, and colistin (50 ppm of each; herbal extract A, B and C - basal diet plus 700 ppm, 1,400 ppm and 2,100 ppm of herbal extract, respectively. The herbal extract consisted of a mixture of

  4. Atividade antioxidante in vitro de extratos de algumas algas verdes (Chlorophyta do litoral catarinense (Brasil Antioxidant in vitro activity of extracts of some green seaweed (Chlorophyta from southern Brazilian coast

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Melissa dos Santos Raymundo

    2004-12-01

    Full Text Available O efeito antioxidante de quatro espécies de algas marinhas do filo Chlorophyta (Codium decorticatum, Enteromorpha intestinalis, Ulva fasciata e Chaetomorpha anteninna foi avaliado através da inibição da peroxidação do ácido linoléico em emulsão. Os extratos etéreos e metanólicos, na concentração de 0,01%, foram obtidos por extração seqüencial das biomassas secas. As espécies mais efetivas sobre a peroxidação lipídica foram Enteromorpha intestinalis e Chaetomorpha anteninna, com porcentagens de inibição acima de 70%. A habilidade dos extratos metanólicos para seqüestrar o peróxido de hidrogênio foi avaliada, obtendo-se valores médios para porcentagens de captura entre 1,26% e 20,01%. Além disto, quantificaram-se os teores de clorofila a, carotenóides totais e compostos fenólicos totais nas biomassas algais. Os resultados indicam que as algas verdes estudadas são uma fonte promissora de compostos biologicamente ativos com propriedades antioxidantes.The antioxidant activity of four species of green seaweeds of the phylo Chlorophyta (Codium decorticatum, Enteromorpha intestinalis, Ulva fasciata and Chaetomorpha anteninna collected at the seacoast of the State of Santa Catarina, Brazil, was evaluated by means of the inhibition of peroxidation of linoleic acid converted into emulsion. Both ethereal and methanolic extracts were obtained from dried biomasses by sequential extraction procedures in concentrations of 0.01%. The most efficient species towards lipid peroxidation were E. intestinalis and C. anteninna with inhibition yields above 70% .The capacity of methanolic extracts to quench hydrogen peroxide was also estimated. Mean values varied from 1.26 to 20.01%. Chlorophylls a, total carotenoids and phenolic compounds were also quantified in the biomasses. Results indicated that studied green seaweeds are a very promising source of biologically active compounds with antioxidant properties.

  5. Parâmetros de qualidade físico-químicos e avaliação da atividade antioxidante de folhas de Plectranthus barbatus Andr. (Lamiaceae submetidas a diferentes processos de secagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    C.F.G SILVA

    2016-03-01

    Full Text Available RESUMO O presente trabalho descreve a composição físico-química, a avaliação da atividade antioxidante pelo método de sequestro de radicais livres DPPH, determinação de flavonoides e de fenóis totais dos extratos etanol, acetona e aquoso de Plectranthus barbatus Andr. (Lamiaceae, desidratadas em secador solar e em estufa de circulação de ar a 60 oC. Os valores de atividade de água encontrados para as duas secagens foram inferiores ao mínimo necessário para o crescimento e produção de toxina de patógenos de importância alimentar. Os resultados das análises físico-químicas demonstraram que ambos os processos mostraram-se eficientes na desidratação de P. barbatus. Os resultados demonstraram que os extratos acetona (estufa e etanol (estufa e secador solar foram os que apresentaram maior conteúdo de fenóis totais. O extrato etanólico (estufa apresentou maior quantidade de flavonoides e melhor potencial antioxidante (IC50 = 75,71 ± 10,57 µg mL-1.

  6. Influência de hábitos antrópicos na dispersão de Triatoma pseudomaculata Corrêa & Espínola, 1964, através de Mimosa tenuiflora (Willdenow (Mimosaceae no Estado do Ceará, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Freitas Simone Patrícia Carneiro

    2004-01-01

    Full Text Available Triatoma pseudomaculata foram capturados em entrecascas de Mimosa tenuiflora (jurema-preta em ecótopo silvestre de sete municípios do Estado do Ceará. Esta planta apresenta alta taxa de cobertura geográfica nas áreas de caatingas, sendo freqüentemente utilizada pela população rural. A presença de triatomíneos no peridomicílio, na região do Cariri, pode estar associada ao uso pela população da madeira de M. tenuiflora, quando trazida do ambiente silvestre, repleta de triatomíneos, facilitando conseqüentemente sua mobilização e dispersão.

  7. Simple cakes elaborated with flour of watermelon inner skin (Citrullus vulgaris, Sobral): chemical, physical, and sensory evaluation

    OpenAIRE

    Guimarães, Renata Rangel; Freitas, Maria Cristina Jesus de; Silva, Vera Lucia Mathias da

    2010-01-01

    A farinha da entrecasca de melancia (FEM) foi obtida, sua composição determinada e utilizada em formulação de bolos. Elaboraram-se bolos sem a FEM (controle) e contendo 7 e 30% de FEM em substituição à farinha de trigo (experimentais). A composição química, características físicas, físico-químicas foram determinadas. Na avaliação sensorial, cem provadores não treinados receberam amostras em blocos balanceados e realizaram testes sensoriais, utilizando escala hedônica de 9 pontos e comparação ...

  8. Efeitos da inclusão do extrato oleoso de urucum em rações de poedeiras com substituição total ou parcial do milho pelo sorgo de baixo tanino - DOI: 10.4025/actascianimsci.v28i4.603 Effects of oily anatto extract inclusion in laying hens rations with total or partial replacement of maize by low tannin sorghum - DOI: 10.4025/actascianimsci.v28i4.603

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cláudia de Castro Goulart

    2006-02-01

    Full Text Available Este trabalho foi conduzido com o objetivo de avaliar o efeito da adição do extrato oleoso de urucum na s rações de poedeiras com substituição do milho pelo sorgo de baixo tanino. Foram utilizadas 324 aves em um delineament o inteiramente casualizado, com nove tratamentos, sendo uma ração controle e um fatorial 2 x 4 (dois níveis de sorgo e quatro níveis de extrato oleoso de urucum, com seis repetições de seis aves por unidade experimental. A substituição do milho pelo sorgo não alterou o desempenho das aves (P>0,05, porém a inclusão do sorgo reduziu o peso do albúmen e aumentou o peso e a porcentagem da casca (PThe aim of this work was to evaluate the effect of oily anatto extract addition on laying hens rations with replacement of maize by low tannin sorghum. Three hundred and twenty four birds were used in a completely randomized design, with nine treatments, a control diet and a 2 x 4 factorial (two sorghum levels and four levels of oily anatto extract, and six replicates of six birds each experimental unit. Replacement of maize by sorghum did not alter birds performance (P>0.05, however, sorghum inclusion decreased albumen weight and increased shell weight and percentage (P<0.05. There was a linear effect on yolk weight when anatto extract was added to rations with 100% of sorghum. It was verified that inclusion of 0.15% of anatto extract on sorghum ration promotes yolk coloration score similar to the one observed for maize ration.

  9. Atividade in vitro de extratos brutos de duas espécies vegetais do cerrado sobre leveduras do gênero Candida In vitro activity of crude extracts of two plant species in the Cerrado on yeast of the Candida SPP variety

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sônia Maria Ferreira Queiroz e Silva

    2012-06-01

    Full Text Available Objetivou-se conhecer a atividade de Lafoensia pacari e a de Brossimum gaudichaudii, sobre leveduras do gênero Candida isoladas da mucosa vaginal. As leveduras foram isoladas a partir de esfregaço de mucosa vaginal de mulheres com ou sem sintomatologia. Realizou-se os testes de susceptibilidade em duplicata para 34 linhagens de Candida frente aos extratos brutos das espécies vegetais, nas concentrações de 50, 100 e 200 mg.mL-1. Consideraram-se como ativos os extratos que produziram halos de inibição com média a partir de 10 mm. Evidenciou-se atividade antifúngica de B. gaudichaudii na concentração de 200 mg.mL-1, enquanto que a de L. pacari mostrou-se ativo a 50 mg.mL-1. A atividade dos extratos vegetais estudados destacou-se em relação à Nistatina creme (100.000UI/4g utilizada como controle.This work aims to evaluate the activity of Lafoensia Pacari and Brossimum gaudichaudii on yeast of the Candida variety isolated from vaginal mucus. The yeasts were obtained from swabs of women with or without symptoms. Susceptibility testing in duplicate was carried out for 34 strains of Candida compared to crude extracts of plant species at concentrations of 50, 100 and 200 mg.mL-1. Extracts that produced inhibition zones with an average of over 10 mm were considered to be active. Antifungal activity of B. gaudichaudii at a concentration of 200-mg.mL-1 was proven, while that of L. pacari was found to be active at 50 mg.mL-1. The activity of plant extracts was revealed compared to Nystatin cream (100.000UI/4g used for control purposes.

  10. Extratos de plantas no controle de Rhipicephalus (Boophilus microplus (Canestrini, 1887 (Acari: Ixodidae em laboratório Plant extracts in control of Rhipicephalus (Boophilus microplus (Canestrini, 1887 (Acari: Ixodidae in laboratory

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sônia Maria Forti Broglio-Micheletti

    2009-12-01

    Full Text Available Extratos vegetais foram estudados com o objetivo de avaliar suas eficiências no controle de Rhipicephalus (Boophilus microplus (Canestrini, 1887 em laboratório. Fêmeas ingurgitadas de carrapato foram coletadas de bovinos e mantidas em placas de Petri. Foram utilizados extratos orgânicos alcoólicos 2% (peso/volume de sementes de Annona muricata L. (Annonaceae (graviola; flores de Syzygium malaccensis (L. (Myrtaceae (jambo; folhas de Cymbopogon citratus (DC. Stapf (Poaceae (capim-santo; folhas de Azadirachta indica A. Juss (Meliaceae (nim; e extrato hexânico na mesma concentração de A. indica (sementes. Os grupos-controle foram compostos por fêmeas sem tratamento e fêmeas tratadas com água destilada e esterilizada e dimetilsulfóxido (DMSO a uma concentração de 1%. O extrato de A. muricata apresentou o maior poder acaricida, com eficácia de 100%, seguido dos extratos de S. malaccensis (75 e 59,24% e A. indica (65 e 38,49%. Houve 100% de redução na eclosão das larvas quando se utilizou o extrato de sementes de A. muricata.Plant extracts were studied to evaluate its efficiency in the control of Rhipicephalus (Boophilus microplus (Canestrini, 1887 in laboratory. Engorged female ticks were collected from the cattle, kept in Petri dishes. Organic alcoholic extracts 2% (weight/volume were used: seeds of Annona muricata L. (Annonaceae (soursop; flowers of Syzygium malaccensis (L. (Myrtaceae (iamb, leaves of Cymbopogon citratus (DC. Stapf (Poaceae (holy grass, leaves of Azadirachta indica A. Juss (Meliaceae (neem and hexane extract 2% (weight/volume of A. indica (seeds. The control groups consisted of untreated females and females treated with distilled water and sterile and dimethylsulfoxide (DMSO a concentration of 1%. The extract of A. muricata (seed had the highest mortality with acaricide activity and 100% efficacy followed by extracts of S. malaccensis (75 and 59.24% and A. indica (65 and 38.49%. The seed extract of A. muricata

  11. Desenvolvimento e Teste Preliminar da Estabilidade de formulações cosméticas acrescidas de extrato comercial de Trichilia catigua Adr. Juss (e Ptychopetalum olacoides Bentham

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    M. V.R. VELASCO

    2009-02-01

    Full Text Available

    O presente estudo apresenta etapas de desenvolvimento de emulsões cosméticas, contendo 5% do extrato comercial de Trichilia catigua Adr. Juss (e Ptychopetalum olacoides Bentham. Desenvolveramse 14 formulações-teste e avaliou-se a obtenção de emulsões macroscopicamente estáveis, com valores de viscosidade aparente variados, pH compatível com o da pele e características organolépticas adequadas, por meio dos Testes de Estabilidade Preliminar e Acelerada. Estas formulações foram divididas em dois grupos: um com emulsões fluidas e outro com emulsões mais viscosas. Após análise, oito formulações-teste foram consideradas aptas para serem submetidas ao Teste de Estabilidade Preliminar. Após os ensaios, cinco formulações-teste foram selecionadas para o Teste de Estabilidade Acelerada. Os ensaios foram conduzidos em condições de armazenamento, de luminosidade e de temperatura extremas. Ao final do estudo, duas formulações-teste foram consideradas aprovadas por apresentarem os perfis mais estáveis durante o estudo, sendo ambas, emulsões fluidas constituídas de ceras auto-emulsionantes e 0,3% p/p de um polímero natural, e uma delas adicionada também de 2,0% lecitina de soja. Palavras-chave: estabilidade de emulsões cosméticas; desenvolvimento de emulsões; Trichilia catigua Adr. Juss (e Ptychopetalum olacoides Bentham

  12. Atividade alelopática de extratos aquosos de Aristolochia esperanzae O. Kuntze na germinação e no crescimento de Lactuca sativa L. e Raphanus sativus L. Allelopathic activity of aqueous extracts of Aristolochia esperanzae O. Kuntze in the germination and growth of Lactuca sativa L. and Raphanus sativus L.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Beatriz Gatti

    2004-09-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi analisar os efeitos de extratos aquosos de diferentes órgãos de Aristolochia esperanzae na germinação e no crescimento de alface e rabanete. Todos os extratos preparados obedeceram à proporção de 100g de material vegetal fresco para 300mL de água destilada, que produziu o extrato considerado 100% concentrado. A partir deste, foram feitas diluições com água destilada para 75, 50 e 25%. Nos testes de germinação foram avaliados os efeitos dos extratos obtidos de folha, caule, raiz, fruto e flor a 100, 75, 50 e 25%. Para o teste de crescimento foram utilizados extratos de folha, caule e raiz na concentração de 100 e 50%. Nos testes de germinação foram utilizadas quatro repetições de 30 sementes distribuídas em placas de Petri forradas com duas folhas de papel de filtro umedecidas com 5 mL dos referidos extratos, secas durante 12h e reumedecidas com 4,5mL de água destilada. No primeiro teste avaliou-se a percentagem e a velocidade de germinação das sementes. No teste de crescimento, as sementes foram previamente germinadas (2-4mm de radícula e depois transferidas para caixas plásticas contendo os substratos de papel de filtro e fibra de coco umedecidos com os respectivos extratos. Avaliou-se a altura da parte aérea, o comprimento radicular, a massa seca das plântulas e a presença de anormalidades nas plântulas. Os testes foram mantidos à temperatura constante de 27ºC. Através dos resultados obtidos pode-se concluir que os extratos de folha foram os que mais afetaram a percentagem de germinação e que todos os extratos e as diferentes concentrações retardaram a germinação de sementes de alface e de rabanete. Quanto ao teste de crescimento, pode-se verificar que os extratos de caule e de raiz causaram anormalidades nas plântulas. As plântulas crescidas no substrato papel de filtro apresentaram maior inibição do crescimento, em relação àquelas crescidas no substrato fibra de coco

  13. Avaliação da atividade antibacteriana e triagem fitoquímica das flores de Acacia podalyriifolia A. Cunn. ex G. Don Leguminosae-Mimosoideae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    C.A. Andrade

    Full Text Available A atividade antibacteriana das flores da Acacia podalyriifolia A. Cunn. (Leguminosae foi avaliada pelo método de difusão em disco. As bactérias testadas foram: Staphylococcus aureus (ATCC 6538, Staphylococcus epidermidis (ATCC 1228, Escherichia coli (ATCC 11229 e Pseudomonas aeruginosa (ATCC 27853. O meio de cultura utilizado foi ágar Müeller-Hinton. Foram utilizados discos de papel (6 mm de diâmetro impregnados com 1000, 500, 250 e 125 mg dos extratos: Etanol Bruto, fração Acetato de Etila e fração Diclorometano obtidas a partir do extrato etanólico bruto. Os resultados indicam que as amostras avaliadas exercem ação contra as cepas gram positivo testadas, em graus variáveis sendo que a fração Acetato de Etila apresentou maior atividade. A triagem fitoquímica indicou a presença de fenóis e flavonoides nas flores de A. podalyriifolia.

  14. Antinociceptive activity and toxicological study of aqueous extract of Egletes viscosa Less (Asteraceae Atividade antinociceptiva e estudo toxicológico de extrato aquoso de Egletes viscosa Lessa (Asteraceae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriano Antunes S. Araújo

    2008-12-01

    Full Text Available Egletes viscosa Less (Asteraceae, popularly known as "macela" or "macela-da-terra", is a plant widely used in popular medicine due to its anti-inflammatory, bactericidal, antidiarrhoea, mio-relaxant, antispasmodic, antinociceptive, digestive, and anti-viral properties. Phytochemical screening of aqueous extract of Egletes viscosa (AEEV revealed the high presence of flavonoids. This study examined the oral antinociceptive potential of AEEV in rodents using different concentrations (100, 200, and 400 mg/kg, p.o.. The results showed significant antinociceptive action when tested in writhing (200 and 400 mg/kg-pEgletes viscosa Less (Asteraceae, popularmente conhecida como "macela" ou "macela-da-terra", é uma planta largamente usada na medicina popular devido as suas propriedades: anti-inflamatória, bactericida, antidiarréica, mio-relaxante, anti-espasmódica, antinociceptiva, digestiva e anti-viral. Análise fitoquímica do extrato aquoso da Egletes viscosa (AEEV mostrou elevada presença de flavonóides. Este estudo examinou o potencial antinociceptivo do AEEV em roedores usando diferentes concentrações (100, 200 and 400 mg/kg, p.o.. Os resultados mostraram significante efeito antinociceptivo quando testadas as doses (200 mg/kg-p<0.01; 400 mg/kg-p<0.05 e na segunda fase dos testes com formalina (200 and 400 mg/kg-p<0.001. Este efeito antinociceptivo foi similar ao ácido acetilsalicílico (300 mg/kg nas doses de 200 e 400 mg/kg. Adicionalmente, estas observações sugerem que o AEEV é efetivo contra dores inflamatórias contínuas. AEEV foi bem tolerada. No teste de toxicidade aguda, utilizando uma administração oral de 5 g/kg de AEEV, não foi observado casos de mortalidade. Da mesma maneira, no estudo subcrônico nenhuma mortalidade foi observada após 30 dias de administração oral diária de 100 mg/kg do AEEV. Não houve diferença significativa entre os pesos corporal e dos órgãos isolados quando comparados grupo controle e teste

  15. Extrato de alho como alternativa na quebra de dormência de gemas em macieiras cv. Fuji Kiku Garlic extract as alternative on bud dormant break of apple trees cv. Fuji Kiku

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renato Vasconcelos Botelho

    2007-04-01

    Full Text Available Este trabalho teve por objetivo estudar os efeitos do extrato de alho (Bioalho® na quebra de dormência de gemas de macieiras 'Fuji Kiku', em comparação ao uso convencional de cianamida hidrogenada (H2CN2, na região de Guarapuava-PR. Logo após a poda de inverno, em setembro de 2005, os seguintes tratamentos foram pulverizados nas plantas durante o estádio fenológico de gema dormente: 1 Testemunha (sem tratamento; 2 EA (extrato de alho 1%; 3 EA 5%; 4 EA 10%; 5 OM (óleo mineral 2%; 6 EA 1% + OM 2%; 7 EA 5% + OM 2%; 8 EA 10% + OM 2%; 9 H2CN2 0,4% + OM 4%. Os tratamentos com extrato de alho e óleo mineral apresentaram efeitos similares ao tratamento convencional com cianamida hidrogenada e óleo mineral, atingindo mais de 90% de brotação das gemas aos 50 DAT, enquanto o tratamento com óleo mineral isoladamente a 2% e a testemunha atingiram apenas 62,5 e 42,7%, respectivamente. Os tratamentos com EA 5% ou 10%, com ou sem óleo mineral, foram os que apresentaram menores valores para as variáveis número de frutos, produção por planta e produtividade por área, não por ineficiência na quebra de dormência, mas, possivelmente, pela antecipação da floração que coincidiu com período bastante chuvoso no início da primavera.This study aimed to examine the effects of garlic extract (Bioalho® on bud break of 'Fuji Kiku' apple trees in comparison to the conventional use of hydrogen cyanamide (H2CN2 at the region of Guarapuava-PR, Brazil. Soon after winter pruning, in September 2005, the following treatments were sprayed on plants at dormant bud stage: 1 control (untreated; 2 1% GE (garlic extract; 3 5% GE; 4 10% GE; 5 2% MO (mineral oil; 6 1% GE + 2% MO; 7 5% GE + 2% MO; 8 10% GE + 2% MO; 9 0.4% H2CN2 + 4% MO. The treatments with garlic extract and mineral oil showed similar effects in comparison to the hydrogen cyanamide treatment, achieving up to 90% of bud sprouting at 50 DAT, while only 2% mineral oil and control, attained only 62

  16. Effect of age of a sorghum-sudangrass hybrid on its allelopathic action Efeito da idade de um híbrido de sorgo com capim-sudão em sua ação alelopática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    G. Marchi

    2008-01-01

    Full Text Available Hybrids of Sorghum sudanensis (sudangrass and Sorghum bicolor genotypes can produce high amounts of biomass, sorgoleone (a long chain hydroquinone, and other phytotoxic substances. Shoots and roots of a sorghum-sudangrass hybrid (cv. Trudan 8 were collected 10, 20, 30, 40, and 50 days after emergence. Four concentrations of aqueous extracts from the shoots and roots (0, 0.4, 2, and 10 g L-1, w/v were used to treat seeds of lettuce (Lactuca sativa, tomato (Lycopersicum sculentum, purslane (Portulaca oleracea, and pigweed (Amaranthus retroflexus. Seed germination of lettuce, tomato, and pigweed was inhibited by extracts from sorghum-sudangrass shoots at 10 g L-1 when made from sorghum-sudangrass plants 20 days or less in age. Seed germination of purslane was not inhibited by any sorghum-sudangrass extract. Growth of the four species evaluated were systematically inhibited when treated with 10 g L-1 extracts from sorghum-sudangrass shoots harvested up to 10 days after emergence.Os capins híbridos obtidos pelo cruzamento entre Sorghum sudanensis (capim-sudão e genótipos de Sorghum bicolor possuem alto potencial para produção de biomassa e para controle de plantas daninhas pela produção de substâncias fitotóxicas, como o sorgoleone (uma hidroquinona de cadeia longa. Sementes de alface (Lactuca sativa, tomate (Lycopersicum sculentum, beldroega (Portulaca oleracea e caruru (Amaranthus retroflexus foram submetidas a tratamentos com extratos aquosos da parte aérea e das raízes do híbrido de sorgo com capim-sudão, cv. Trudan 8, colhido em cinco diferentes estádios de crescimento (10, 20, 30, 40 e 50 dias após a emergência. Os extratos foram preparados em quatro concentrações (0, 0,4, 2 e 10 g L-1, p/v e aplicados em quatro repetições. Após os tratamentos, a germinação e o comprimento de plântulas das espécies foram avaliados. A germinação de sementes de tomate, caruru e alface foi inibida pelos extratos da parte aérea das

  17. Análise tecidual e celular das brânquias de Oreochromis niloticus L. tratadas com extrato etanólico bruto e frações das folhas da pitanga (Eugenia uniflora L. - Myrtaceae Tissue and cell analysis of Oreochromis niloticus L. gill treated with crude ethanol extract and fractions from pitanga (Eugenia uniflora L. leaves Myrtaceae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    T.S. Fiuza

    2011-01-01

    Full Text Available Eugenia uniflora L. (Myrtaceae é uma planta que ocorre no bioma Cerrado e é utilizada popularmente no tratamento de diarréias, inflamações, hiperglicemia e hipertensão. Estudos prévios revelaram atividade antimicrobiana da E. uniflora in vitro. Tendo em vista o uso popular, este trabalho objetivou avaliar as possíveis atividades celulares e teciduais sistêmicas do extrato bruto e das frações das folhas dessa planta em brânquias de Oreochromis niloticus L. (tilápia nilótica. Para isso, o extrato etanólico e as frações das folhas dessa planta foram administrados no peixe, por via oral, adicionadas à ração. Após um período de 24 horas, os peixes foram sacrificados e o segundo arco branquial de cada peixe foi dissecado, fixado em formalina neutra, desidratado, incluído em parafina e cortado. Nas análises histológicas, utilizaram-se tricômico de Masson e hematoxilina e eosina (HE. Pelas análises qualitativas na microscopia de luz, concluiu-se que o extrato etanólico bruto e as frações das folhas da E. uniflora apresentaram efeito sistêmico nas tilápias nilóticas atingindo as brânquias. As ações tóxicas como destacamento e descamação do epitélio respiratório e hiperplasia das células do epitélio interlamelar, foram mais pronunciadas nas tilápias que ingeriram maiores concentrações. Este trabalho colaborou para identificar o efeito vasodilatador dessa planta, e contribuiu para estabelecer a tilápia nilótica como sistema-modelo para testes com princípios ativos de plantas. Espera-se, com esses testes, viabilizar o uso de plantas como medicamentos para tratamentos de peixes, a manutenção da saúde de animais em cultivo intensivo e extensivo, a partir do qual se possibilite emprego alternativo aos medicamentos sintéticos.Eugenia uniflora L. (Myrtaceae is a plant found in the Cerrado biome and traditionally used in the treatment of diarrheas, inflammations, hyperglycemia and hypertension. Previous studies

  18. Evaluation of plant aqueous extracts, added into the soil, on Meloidogyne javanica (Treub, 1885 Chitwood, 1949 / Avaliação de extratos aquosos de várias espécies vegetais, aplicados ao solo, sobre Meloidogyne javanica (Treub, 1885 Chitwood, 1949

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leandro Grassi de Freitas

    2009-10-01

    , capim cidreira (Cymbopogon citratus, carqueja (Bacharis trimera, cavalinha (Equisetum sp., cinamomo (Melia azedarach, hortelã (Mentha sp., mamona (Ricinus communis, manjericão (Ocimum basilicum, melão-de-São-Caetano (Momordica charantia, arruda (Ruta graveolens, falso-boldo (Coleus barbatus, confrei (Symphitum officinalis, erva-de-bicho (Polygonum acre, feijão-de-porco (Canavalia ensiformis, funcho (Foeniculum vulgare, guiné (Petiveria alliacea, mentrasto (Ageratum conyzoides, mucuna-cinza (Mucuna pruriens e nim (Azadirachta indica. Água destilada foi adicionada ao solo como tratamento testemunha. Após 60 dias, avaliou-se a altura das plantas, o peso fresco da parte aérea e da raiz e os números de galhas e de ovos por sistema radicular. Os extratos de hortelã, bardana e mamona reduziram o número de galhas em 75,6%, 65,7% e 54,4%, e o número de ovos em 81,7%, 75,9% e 56,6%, respectivamente.

  19. Bioprospecção de macroalgas marinhas e plantas aquáticas para o controle da antracnose do feijoeiro Bioprospecting of marine seaweeds and aquatic plants for controlling the bean anthracnose

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guilherme Fernandes de Abreu

    2008-02-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi testar o efeito local, residual e sistêmico, de extratos de 17 espécies de macroalgas marinhas e de duas plantas aquáticas, sobre a antracnose do feijoeiro. Para tanto, os espécimes foram coletados, identificados, secos em estufa (50ºC/ 48 h, moídos e seus compostos extraídos com etanol. Plantas de feijoeiro (Phaseolus vulgaris cv. Uirapuru foram cultivadas em vasos, em casa-de-vegetação. Os 19 extratos foram subdivididos e testados em duas etapas de seleção e comparação independentes, utilizando-se o delineamento inteiramente ao acaso, com cinco repetições (vasos com três plantas. As plantas foram pulverizadas com extratos na concentração de 50 mg de peso seco/mL quando apresentavam o primeiro trifólio expandido. Para verificar o efeito local, as plantas foram inoculadas com uma suspensão de 1,2 x 10(6 conídios/mL 4 horas após o tratamento, enquanto que para o estudo do efeito residual e sistêmico, as plantas foram inoculadas 7 dias após o tratamento. A severidade da antracnose foi avaliada 7 dias após a inoculação (dai na planta inteira e no trifólio não tratado (efeito sistêmico, utilizando-se uma escala de 1 a 9. As algas e plantas que reduziram significativamente a severidade da doença foram comparadas em experimento avaliado aos 7 e aos 12 dai. O extrato de Bryothamnion seaforthii apresentou efeito local, reduzindo em 35% a severidade da antracnose, enquanto o extrato de Ulva fasciata demonstrou efeito residual com redução de 22% na doença aos 12 dai. Somente os extratos de Lemna sp. e U. fasciata reduziram sistemicamente a severidade de doença aos 7 dai na ordem de 55 e 44%, respectivamente, em relação à testemunha. O possível modo de ação desses extratos é discutido.The goal of this work was to test the local, residual as well as systemic effect of extracts from 17 marine seaweeds and two aquatic plant species against the bean anthracnose. For that, specimens were

  20. Atividade antioxidante de Hibiscus sabdariffa L. em função do espaçamento entre plantas e da adubação orgânica Antioxidant activity of Hibiscus sabdariffa L. in function of spacing between plants and organic fertilization

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Diovany Doffinger Ramos

    2011-08-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos do espaçamento entre plantas na linha e da aplicação ou não de cama-de-frango em cobertura no solo, na atividade antioxidante, teor total de fenóis e flavonóides em extrato etanólico e extrato aquoso quente de folhas de rosela (Hibiscus sabdariffa L.. Os tratamentos consistiram de cinco espaçamentos entre plantas (0,30; 0,35; 0,40; 0,45 e 0,50m e do uso ou não de cama-de-frango em cobertura do solo, na dose de 10t ha-1, arranjados como fatorial 5x2, no delineamento blocos casualizados, com quatro repetições. Os teores de flavonóides e fenóis totais aumentaram no extrato etanólico (18% e 11%, respectivamente e no extrato aquoso quente (16% e 11%, respectivamente entre a aplicação ou não de cama-de-frango em cobertura no solo. A atividade antioxidante foi influenciada significativamente pelo método de obtenção dos extratos, sendo no extrato etanólico 263% maior que o resultado obtido para o extrato aquoso quente.The purpose of this paper was to analyze the effects of plant spacing within rows by means of applying or not applying chicken-manure to the soil cover in the antioxidant activity, total phenolic and flavonoids in ethanolic leaves extract and hot aqueous extract of roselle. The treatments consisted of five different spaces between plants (0.30, 0.35, 0.40, 0.45 and 0.50m and the use or non-use of chicken litter broadcasted on soil surface at 10 ton ha-1, in a 5x2 factorial arrangement in a randomized block design with four replications. The flavonoids levels and total phenolic increased on ethanolic leaves extract (18% and 11%, respectively and hot aqueous extract (16% and 11%, respectively between applying or not applying chicken-manure to the soil cover. Antioxidant activity was significantly influenced by the way of obtaining extracts, being the ethanolic extract 263% higher than the results obtained by the hot aqueous extract.

  1. Controle da ferrugem das folhas do capim-limão [Cymbopogon citratus (DC: Stapf] com produtos naturais Rust control in leaves of lemongrass [Cymbopogon citratus (DC: Stapf] by using natural products

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    E.R. Lorenzetti

    2012-01-01

    Full Text Available Cymbopogon citratus (DC. Stapf é uma planta medicinal pertencente a família Poaceae, perene, importante para a indústria farmacêutica e alimentícia devido ao óleo essencial que produz. Um problema limitante para a produção comercial é a ferrugem, doença cujo agente etiológico é o fungo Puccinia nakanishikii Dietel. O presente trabalho objetivou avaliar a ação de produtos naturais no controle da doença in vitro e in vivo. Para os testes in vitro, empregaram-se os seguintes produtos sobre a germinação de esporos do patógeno: óleos essenciais de eucalipto, palma-rosa, cravo-da-índia, menta, limão, citronela e mil-folhas; extrato pirolenhoso de eucalipto e mentol cristalizado, em diferentes concentrações. Para os testes de campo foram selecionados quatro produtos, o óleo de citronela e de eucalipto, o extrato pirolenhoso, e o mentol. In vitro, todos os agentes mostraram-se promissores no controle do patógeno. Quando em condições in vivo, sob alta severidade da doença no ato da avaliação, os produtos testados foram capazes de reduzir a severidade da doença em comparação com a testemunha. O controle da doença com os agentes naturais variou de 38% (extrato pirolenhoso a 61%(óleo essencial de eucalipto.Cymbopogon citratus (DC. Stapf is a medicinal plant that belongs to the Poaceae family; it is perennial and important for the pharmaceutical and food industry due to the essential oil it produces. A limiting problem for commercial production is rust, a disease that has as etiological agent the fungus Puccinia nakanishikii Dietel. The present study aimed to evaluate the action of natural products on the disease control, in vitro and in vivo. For the in vitro tests, the following products were employed on the germination of the pathogen spores: essential oils from eucalyptus, palmarosa, clove, peppermint, lemon, citronella and yarrow, pyroligneous extract from eucalyptus, and crystallized menthol, at different

  2. O extrato de maracujá sobre a morfometria de hepatócitos da tilápia do Nilo The passion fruit on hepatocytes morphometry of Nile tilapia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Henrique Franco de Oliveira

    2010-12-01

    Full Text Available Avaliaram-se os efeitos do extrato de maracujá veiculado na dieta (0, 50, 100 e 200mg kg-1 sobre o consumo de alimento, o ganho em peso e os níveis de glicose e cortisol plasmático de juvenis de tilápias do Nilo (87,0±6,6g. Ao final do experimento (28 dias, os peixes foram eutanasiados para remoção do fígado, visando à avaliação da área citoplasmática, contagem de células e verificação dos estoques de glicogênio hepático. Os dados foram submetidos à ANOVA unidirecional, comparando-se as médias pelo Teste de Tukey (PThe effects of passion fruit extract (0, 50, 100 and 200mg kg-1 on food consumption, growth and glucose levels and plasma cortisol were investigated in juvenile Nile tilapia (87.0±6.6g. After 28 days, fish were killed and the liver was removed for study of cytoplasm area, cell count and verification of hepatic glycogen stores. The data were subjected to one-way ANOVA comparing the means by Tukey´s test (P<0.05, with further study to establish the regression curves of cytoplasm areas related to different doses of the extract. The inclusion of the extract in the diet did not affect food consumption and growth, and all fish showed increased glucose and reduced plasma cortisol, without differences between treatments. The cytoplasm area increased quadratically as the doses increased, mainly for 100mg kg-1, resulting in an inverted "U" dose-response curve. The increase of cytoplasm area resulted from hepatic glycogen storage, as confirmed by salivary amylase. It was concluded that passion fruit extract can be delivered in the diet of juvenile tilapia, without impairing of food consumption and growth, and that the product affects the hepatocytes morphometry, suggesting flavonoids activity on carbohydrate metabolism.

  3. Metodologia para avaliação do tempo de cozimento e características tecnológicas associadas em diferentes cultivares de mandioca Methodology for cooking and technologies analyses in different cassava's varieties

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo Alvares de Oliveira

    2005-02-01

    Full Text Available O consumo culinário de raízes de mandioca é bastante generalizado em todo o mundo, sendo essa raiz amplamente utilizada na forma cozida, assada, frita ou integrando pratos mais complexos. O objetivo deste trabalho foi definir metodologia, avaliar o tempo de cozimento e algumas características associadas a este processo em 26 cultivares de mandiocas. Avaliaram-se os seguintes parâmetros avaliados foram cor da entrecasca; cor da polpa; dificuldade de soltar a entrecasca; dificuldade de palitar; porcentagem de água absorvida/perdida em relação ao peso dos toletes durante o processo de cozimento; cor dos toletes cozidos; formações de pontuações brancas no interior do tolete; formação de gel em volta dos toletes e tempo de cozimento observado para cozimento de 13 palitos. Ao final da avaliação concluiu-se que as melhores cultivares para utilização como mandioca de mesa foram a SRT-1105 (Mico, Milagrosa RG, Mantiqueira, IAC 522-30, IAC 576-70, sendo a última a que apresentou melhor resultado no teste de cozimento.The cassava roots are consumed cooked, fritted or integrating more complex foods. This work had a purpose to evaluate the cooking time and some characteristics associated to the process in 26 varieties of cassava. The parameters analyzed were color of the skin without external pellicle, color of the pulp, difficulty of peeling, difficulty of cutting, percentage of water absorbed/losted in relation to the weight of the peaces during the cooking process, color of the cooked peaces, formations of white punctuations inside the peaces, gel formation in turn of the peaces and cooking time observed to delay 13 toothpicks. The best varieties selected for use were SRT-1105 (Mico, Mantiqueira, Milagrosa RG, IAC 522-30, IAC 576-70. The IAC 576-70 showed the best results in test of cooking time.

  4. Variabilidade sazonal dos constituintes da própolis vermelha e bioatividade em Artermia salina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lívio César Cunha Nunes

    Full Text Available A própolis é uma substância resinosa coletada pelas abelhas de diversas partes das plantas. Sua composição depende da época, vegetação e local de coleta. Apresenta diversas atividades biológicas como antimicrobiana, antioxidante, antitumoral, dentre outras. Foi realizado estudo da variabilidade sazonal, nos meses de fevereiro, junho e outubro de 2006, dos constituintes voláteis da própolis vermelha de Pernambuco através da extração por headspace dinâmico e identificação por cromatografia gasosa acoplada com espectrometria de massas (CG-EM. Foram identificados 34 constituintes voláteis, sendo monoterpenos e monoterpenóides, sesquiterpenos e sesquiterpenóides, fenilpropanóides, aldeídos, cetonas e η-alcanos. Os constituintes majoritários foram o trans-anetol, α-copaeno e o metil cis-isoeugenol. Também foi realizado o perfil fitoquímico por cromatografia em camada delgada (CCD, através da qual os constituintes fenólicos foram identificados como majoritários. Com o extrato bruto metanólico da própolis, realizou-se o ensaio de letalidade em Artemia salina, que demonstrou DL50 de 18,9 µg/mL, sugerindo uma possível atividade antitumoral.

  5. Métodos de secagem e rendimento dos extratos de folhas de Plectranthus barbatus (boldo-da-terra e P. ornatus (boldo-miúdo Methods estimated drying and percentage of extracts in leaves of Plectranthus barbatus (Brazilian bold and P. ornatus (false bold

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    T.S. Rodrigues

    2011-01-01

    Full Text Available Plectranthus sp. pertence à família Lamiaceae e inclui cerca de 300 espécies. Duas delas, P. barbatus (PB e P. ornatus (PO destacam-se pelo interesse medicinal. As principais substâncias encontradas em Plectranthus sp. são os diterpenóides, óleos essenciais e compostos fenólicos. A melhor forma de utilizar as folhas de PB e PO é a fresco; porém, na comercialização há necessidade de recorrer a processos de secagem. Entretanto, isto pode interferir no princípio ativo, desta forma, estudos para determinar o melhor método gravimétrico são importantes. O objetivo deste estudo foi avaliar qual o melhor método de secagem, onde haja maior perda de água possível, e calcular os rendimentos dos extratos visando avaliar se o método gravimétrico interfere na quantidade de extrato produzido. Desta forma, utilizou-se quatro métodos de secagem e após evaporação do solvente, fez-se o cálculo do rendimento dos extratos secos. O percentual de água foi superior em PB e PO (média geral de 90,12±8,22%. Dentre as secagens, em estufa de ventilação forçada (EVF foi mais eficiente em PB (88,87% e em estufa convencional (ECO foi melhor em PO (95,13%. O maior rendimento do extrato seco em PB foi na secagem em camada delgada (CD (20,96%, enquanto que em PO foi ECO (41,34%. Não houve correlação entre o método de secagem e o rendimento de extrato obtido.Plectranthus sp. belongs to the family Lamiaceae and includes about 300 species. Two of them, P. barbatus (PB and P. ornatus (PO, have medicinal interest. The main substances found in Plectranthus sp. are the diterpenoids, essential oils and phenolic compounds. The best way to use the leaves of PB and PO is cool; but for marketing there is a need of resort to drying processes. However, this may interfere on the values of active principle; thus, studies to determine the best gravimetric methods are important. The objective of this study was to evaluate the best method of drying, where there

  6. The role of Nicotiana gluca Graham (paraguayan herbs as an adjuvant in immunomodulation of Newcastle disease vaccine for broilers Estudo da ação de Nicotiana glauca Graham (erva paraguaia como coadjuvante em vacina contra a doença de Newcastle em frangos de corte

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabiane Pereira Gentilini

    2008-07-01

    Full Text Available The Nicotiana glauca is a native plant species from Argentina, but found all over South América, being used against headaches, rheumatism, injuries, ulcers, and so on. Researchers have considered it as having immunomodulation effect. This study was conducted to investigate the use of a aqueous extract of Nicotiana glauca Graham as an immunomodulator (adjuvant of a Newcastle disease vaccine.. A total of 56 broilers were distributed into 4 experimental groups. Each one of them received 3 dosages of this vaccine with or without the addition of different concentrations of the extract Using hemmoaglutination inhibition techniques , the results have shown differences (P<0.05 in the third sera collection. An increase in the antibody titer with the inclusion of 5 mg/dosage of the extract (Treatment 3 as compared to 1 mg/dosage (Treatment 2 and 10 mg/dosage of the extract (Treatment 4 was observed, However, birds from Treatment 3 did not differ (P> 0.05 from Treatment 1. These results indicated that further investigations are required, including the use of cytotoxicity tests in vitro, to evaluate the immunomodulation effect of this extract.

     

    KEY WORDS: Immunomodulation effect, Nicotiana glauca Graham, vaccine.

    A Nicotiana glauca Graham é uma espécie nativa da Argentina, bem distribuída na América do Sul, sendo empregada, popularmente, contra dores de cabeça, dores reumáticas, cicatrização de feridas e úlceras, entre outros. Pesquisas têm avaliado a sua ação na potencialização da resposta imune. Assim, com este estudo, buscou-se avaliar a ação de um extrato aquoso de Nicotiana glauca Graham como coadjuvante imunológico em uma vacina contra a doença de Newcastle (DNC. Utilizaram-se 56 frangos de corte, distribuídos em quatro grupos experimentais, que receberam tr

  7. Efeitos do processamento da alfafa e da adição de óleo de soja sobre a digestibilidade total da dieta de eqüinos Effects of alfalfa processing and addition of soybean oil on the total diet digestibility of foals

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Augusto de Oliveira Gobesso

    2009-04-01

    Full Text Available Avaliou-se o efeito do processamento do feno de alfafa (Medicago sativa L. e da adição de óleo de soja em dietas sobre a digestibilidade total de matéria seca, matéria orgânica, proteína bruta, extrato etéreo, fibra em detergente neutro e fibra em detergente ácido em eqüinos. Utilizaram-se quatro potros machos, sem raça definida, com aproximadamente 14 meses de idade e 197,25 kg, em delineamento quadrado latino (4 × 4 e em arranjo fatorial (2 × 2, composto de duas formas de fenação da alfafa (em cubos ou em ramas e da adição ou não de óleo de soja em dietas contendo concentrado comercial na forma de péletes. A digestibilidade dos nutrientes foi determinada pelo método de coleta total de fezes durante três dias. A adição de óleo de soja refinado aumentou a digestibilidade total de matéria seca, matéria orgânica, extrato de etéreo e fibra em detergente neutro. A fenação da alfafa em cubos aumentou a digestibilidade total da proteína bruta, fibra em detergente neutro e da fibra em detergente ácido. A adição de óleo de soja nas dietas avaliadas foi um modo prático e seguro de aumentar a densidade calórica sem reduzir a digestibilidade dos macronutrientes orgânicos. O processamento da alfafa na forma de cubos melhorou a digestibilidade total da proteína bruta, fibra em detergente e fibra em detergente ácido da dieta em eqüinos.The effect of alfalfa hay processing (Medicago sativa L. and the addition of soybean oil in diets on the total dry matter digestibility, organic matter, crude protein, ether extract, neutral detergent fiber and acid detergent in horses was evaluated. Four crossbred male foals with approximately 14 months of age and 197.25 kg were used and assigned in a (4 × 4 Latin square design with a factorial arrangement (2 × 2 composed of two alfalfa haying forms (cubes or branches and the addition or absence of soybean oil in commercial diets containing concentrated in the form of pellets. The

  8. Avaliação das condições de melhor estabilidade térmica para a recuperação da bromelina a partir de resíduos do abacaxi - doi: 10.4025/actascitechnol.v33i3.8453

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Moacyr Jorge Elias

    2011-07-01

    Full Text Available Visando à recuperação da bromelina a partir dos resíduos da industrialização do abacaxi, variedade pérola, foi pesquisada a melhor condição de pH para qual a enzima é mais estável ao longo do tempo em diversas temperaturas. Ensaios foram efetuados medindo a atividade enzimática da bromelina pura e do extrato dos resíduos do fruto, empregando caseína como substrato. O extrato foi obtido pela trituração da casca e do talo interno do fruto. A atividade foi expressa em mmol tirosina (L min.-1, pela absorbância a 280 nm dos aminoácidos aromáticos gerados na hidrólise da caseína. Duas faixas de pH foram estudadas: 5,5 a 6,5 e 3,3 a 3,5 e temperatura variando de 25 a 62°C. A constante de inativação (ki foi determinada ao analisar o gráfico da atividade em função do tempo para cada temperatura. A decomposição térmica mostrou ser de ordem um e a energia de ativação para a enzima do fruto maior do que a bromelina purificada quando o pH está na faixa de 3,3 a 3,5. Para recuperação da enzima presente no resíduo do fruto deve-se trabalhar com pH entre 5,5 e 6,5 visto que a decomposição térmica é desprezível na faixa de temperatura estudada (até 62°C.

  9. Composição físico-química do mosto e do vinho branco de cultivares de videiras em resposta a porta-enxertos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marlon Jocimar Rodrigues da Silva

    2015-11-01

    Full Text Available Resumo: O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência dos porta-enxertos 'IAC 766 Campinas' e '106-8 Mgt Ripária do Traviú' sobre as características físico-químicas do mosto e do vinho das uvas 'IAC 116-31 Rainha', 'IAC 21-14 Madalena' e 'BRS Lorena'. O mosto das uvas foi avaliado quanto ao pH, sólidos solúveis (SS, acidez total (AT e relação SS/AT. No vinho, realizaram-se as seguintes análises físico-químicas: densidade, teor alcoólico; acidez total, volátil e fixa; pH; extrato seco; açúcares redutores; extrato seco reduzido; álcool em peso/extrato seco reduzido; dióxido de enxofre livre e total; índice de polifenóis totais (I 280, polifenóis totais, flavonoides; e atividade antioxidante. As características do mosto da 'IAC 21-14 Madalena' não foram influenciadas pelos porta-enxertos, no entanto, o porta-enxerto 'IAC 766 Campinas' promoveu maior SS/AT no mosto da 'IAC 116-31 Rainha' e menor SS/AT no da 'BRS Lorena. Os porta-enxertos 'IAC 766 Campinas' e '106-8 Mgt Ripária do Traviú' influenciaram o pH e o teor alcoólico do vinho da 'IAC 116-31 Rainha', o extrato seco do vinho da 'IAC 21-14 Madalena' e a acidez fixa do vinho da 'BRS Lorena'. Não houve influência dos porta-enxertos sobre os compostos fenólicos e a atividade antioxidante dos vinhos.

  10. Obtenção e caracterização de manoproteínas da parede celular de leveduras de descarte em cervejaria - doi: 10.4025/actascibiolsci.v34i1.7124 Obtainment and characterization of mannoproteins from brewer’s yeast cell wall - doi: 10.4025/actascibiolsci.v34i1.7124

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marciane Magnani

    2011-11-01

    Full Text Available A biomass de levedura resultante da produção de cerveja é mátéria-prima para extração de componentes celulares, incluíndo manoproteínas. O presente trabalho avaliou a possibilidade da utilização da levedura Saccharomyces sp. descartada em cervejaria, para obtenção de extrato com manoproteínas. A extração foi conduzida segundo delineamento fatorial incompleto, Box-Behnken 33, para as variáveis temperaturas (75, 85 e 95ºC, tempo de extração (5, 7 e 9h e concentração da suspensão de parede celular (10, 15 e 20%. O etanol residual da fermentação não interfere na obtenção do extrato contendo manoproteínas. O maior índice de extração foi 4,08%, observado para temperatura de 95ºC na concentração de 10% por 7h e 15% por 9h. A validação experimental do maior índice predito resultou em 4,50% de extrato, confirmando a capacidade preditiva do modelo. A manoproteína obtida, a partir de 10% de parede celular (95ºC, 9h, apresentou 51,39% de proteínas, com 58 e 64 kDa, e 25,89% de carboidratos, distribuídos entre manose e glicose. A atividade emulsificante foi de 62,50 ± 0,88% e a estabilidade da emulsão foi de 96,00 ± 1,40%. Estes resultados evidenciam o potencial bioemulsificante do extrato e a viabilidade de utilização da levedura descartada em cervejarias para obtenção de compostos com propriedades industriais interessantesThe biomass of yeast after beer production is a raw-material for cell components extraction, including mannoproteins. The present study evaluated the using viability of spent brewer’s yeast Saccharomyces sp. for obtainment of extract containing mannoprotein. The extraction was conducted by Box-Behnken 33 incomplete design, for the variables temperature (75, 85 and 95ºC, time of extraction (5, 7 and 9h and concentration of cell wall in suspension (10, 15 and 20%. The residual ethanol of fermentation doesn’t have interference in the obtaining of extract containing mannoproteins. The

  11. Florestan Fernandes: um intelectual da educação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Luís Sanfelice

    2014-08-01

    Full Text Available Florestan Fernandes (1920 – 1995 foi um professor, cientista e político dentre os intelectuais mais expressivos do Brasil. Apresento aqui uma síntese da sua biografia, assinalo aspectos de sua formação, o seu engajamento na campanha em defesa da escola publica, a inserção nos debates sobre a reforma universitária e a luta travada contra o regime civil-militar instaurado após 1964, que lhe rendeu a aposentadoria compulsória. Destaco o militante que dedicou boa parte das suas ações ás questões educacionais, com grande coerência de propósito. Marx teria sido o pensador com o qual Florestan Fernandes mais se identificou. Eleito para o congresso constituinte dedicou-se à luta pela educação publica popular, á elaboração do capitulo da educação na constituição e, em seguida, a todo o processo de elaboração da nova lei de diretrizes e bases da educação nacional (LDB. Concomitantemente, foi sempre um publicista da causa educativa. Finalizo o texto com extratos de correspondências que são auto- explicativas, localizando o leitor no momento histórico e no lugar em que vivia o autor, revelando o estado de animo no qual se encontrava e as questões candentes que o afligiam. A pesquisa é de natureza bibliográfica e sua exposição visa convidar o publico para que revisitemos, todos nós, a imensa obra de Florestan Fernandes. Só teremos a ganhar intelectualmente.

  12. Extratos metanólico e acetato de etila de Solanum megalonyx Sendtn. (Solanaceae apresentam atividade espasmolítica em íleo isolado de cobaia: um estudo comparativo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rita de Cássia M. Oliveira

    Full Text Available Solanum megalonyx Sendtn. (Solanaceae é conhecida popularmente por "jurubeba" no Nordeste do Brasil e se apresenta na forma de arbusto. Várias espécies de Solanum apresentam efeito espasmolítico em órgãos isolados. Assim, objetivou-se investigar e comparar o efeito dos extratos metanólico (SM-MeOH e acetato de etila (SM-AcOEt, obtidos das partes aéreas de S. megalonyx, em íleo isolado de cobaia. SM-MeOH e SM-AcOEt antagonizaram (n = 5 as contrações fásicas induzidas por 1 mM de acetilcolina (logCI50 = 3,2 ± 0,1 e 1,8 ± 0,6 mg/mL, respectivamente ou de histamina (logCI50 = 2,8 ± 0,5 e 1,7 ± 0,3 mg/mL, respectivamente. SM-MeOH e SM-AcOEt também relaxaram (n = 5 o íleo pré-contraído por 40 mM de KCl (logCE50 = 1,9 ± 0,09 e 1,9 ± 0,1 mg/mL, respectivamente, por 1 mM de histamina (logCE50 = 1,9 ± 0,07 e 1,7 ± 0,08 mg/mL, respectivamente ou de acetilcolina (logCE50 = 1,9 ± 0,02 e 1,7 ± 0,09 mg/mL, respectivamente de maneira dependente de concentração e equipotente. Demonstra-se pela primeira vez que S. megalonyx apresenta efeito espasmolítico não seletivo em íleo isolado de cobaia, sugerindo que os extratos podem estar agindo em um passo comum da via de sinalização dos agentes contráteis testados.

  13. Estudo preliminar toxicológico, antibacteriano e fitoquímico do extrato etanólico das folhas de Jatropha mollissima (Pohl Baill. (pinhão-bravo, Euphorbiaceae, coletada no Município de Tauá, Ceará, Nordeste Brasileiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    I.D. BRAQUEHAIS

    Full Text Available RESUMO A cada dia, cepas bacterianas estão tornando-se resistentes a diversos antibióticos, o que faz necessária a busca de novas substâncias eficazes para o tratamento de doenças. Desta forma, este trabalho reporta o estudo preliminar toxicológico, antibacteriano e fitoquímico do extrato etanólico das folhas de Jatropha mollissima (pinhão-bravo, Euphorbiaceae, coletada no Município de Tauá, Ceará, Nordeste Brasileiro. Inicialmente, realizou-se o teste de toxicidade do extrato contra Artemia salina. Na sequencia, foi realizado o ensaio antibacteriano contra quatro cepas bacterianas Gram-negativas (Escherichia coli ATCC 25922, Pseudomonas aeruginosa ATCC 27853, Hafnia alvei ATCC 51873, Klebsiella pneumoniae ATCC 13883 e uma cepa Gram-positiva (Enterococcus faecalis ATCC 29212. Finalmente, fez-se a análise fitoquímica preliminar do extrato ativo para detecção das principais classes de metabólitos especiais. Como resultado, o extrato etanólico das folhas de J. mollissima se mostrou tóxico para Artemia salina, pois apresentou CL50 igual a 406,02 μg/mL. Quanto à ação antibacteriana, o extrato se mostrou ativo contra a bactéria Gram-positiva Enterococcus faecalis ATCC 29212, apresentando moderada atividade antibacteriana (halo de inibição igual a 7,03 mm. Evidenciou-se no extrato bioativo a presença de cumarinas, fenóis, taninos, flavonoides (flavonóis e flavanonas, alcaloides e esteroides, ambas as classes reportadas como antimicrobianos. Portanto, esse extrato tem potencial para ser usado na produção de fármacos contra infecções causadas por bactérias Gram-positivas. No entanto, as informações direcionam estudos futuros para o isolamento e identificação dos compostos bioativos, monitorados sob a ação antibacteriana mais expressiva.

  14. Desenvolvimento e avaliação da eficácia de filmes biodegradáveis de amido de mandioca com nanocelulose como reforço e com extrato de erva-mate como aditivo antioxidante Development and evaluation of the effectiveness of biodegradable films of cassava starch with nanocelulose as reinforcement and yerba mate extract as an additive antioxidant

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bruna Aparecida Souza Machado

    2012-11-01

    Full Text Available O objetivo do trabalho foi desenvolver uma embalagem biodegradável utilizando como matriz polimérica o amido de mandioca plastificada com glicerol e reforçada com a incorporação de nanocelulose da fibra de coco, bem como, avaliar o efeito da adição de um aditivo natural (erva-mate nas formulações de nanobiocompósitos com ação antioxidante. Os nanocristais de celulose (L/D=39 foram obtidos por hidrólise ácida com H2SO4 a 65%. Os filmes foram preparados por casting contendo 4,5 e 6,0% de amido, 0,5 e 1,5% de glicerol, 0,3% de nanocelulose e 20% de extrato de erva-mate. O armazenamento do azeite de dendê embalado com os filmes contendo o aditivo foi monitorado por 40 dias sob condições de oxidação acelerada (63%UR/30°C. Constatou-se que, à medida que aumentam as perdas de Polifenóis Totais nos filmes, ocorre um menor aumento do Índice de Peróxidos do produto embalado, demonstrando, assim, que, ao invés do produto, os compostos da embalagem é quem estão sofrendo oxidação. A incorporação de extrato de erva-mate não alterou as propriedades mecânicas e de barreira desses filmes.The objective was to develop biodegradable packaging using a polymer matrix as the cassava starch plasticized with glycerol and reinforced with the incorporation of nanocelulose of coconut fiber, as well as to evaluate the effect of the addition of an additive nature (yerba mate in nanobiocompósitos formulations with antioxidant action. The nanocrystal cellulose (L/D=39 were obtained by acid hydrolysis with 65% H2SO4. The films were prepared by casting containing 4.5 and 6.0% starch, 0.5 and 1.5% glycerol, 0.3% nanocelulose and 20% extract of yerba mate. The palm oil storage packed with films containing the additive was monitored for 40 days under conditions of accelerated oxidation (63%UR/30°C. It was found that as the losses increase polyphenol films, there is a smaller increase of the peroxide value of the packaged product, thus

  15. Avaliação da atividade antibacteriana de folhas de Myrtus communis L. (Myrtaceae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Estevão Salvagnini

    Full Text Available O óleo essencial e o extrato etanólico obtidos a partir de folhas de Myrtus communis foram avaliados quanto 'a atividade inibitória frente a vários microrganismos. Os halos de inibição de crescimento foram avaliados através das técnicas de "template" e difusão em disco para as linhagens de Staphylococcus aureus, Staphylococcus epidermidis, Escherichia coli, Bacillus subtilis e Serratia marcescens. Os resultados obtidos evidenciaram que o óleo de M. communis apresentou atividade antibacteriana superior ao extrato etanólico frente a todas as bactérias. A atividade demonstrada tanto para o óleo como para o extrato etanólico frente a algumas linhagens, foi melhor evidenciada pela técnica "template". E. coli foi resistente ao óleo e extrato etanólico testados.

  16. Extratos, decoctos e óleos essenciais de plantas medicinais e aromáticas na inibição de Glomerella cingulata e Colletotrichum gloeosporioides de frutos de goiaba Extracts, decoctions and essential oils of medicinal and aromatic plants in the inhibition of Colletotrichum gloeosporioides and Glomerella cingulata isolates from guava fruits

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciane Cristina Rozwalka

    2008-04-01

    Full Text Available A principal doença da goiaba (Psidium guajava L., após a colheita, é a antracnose, causada por Glomerella cingulata e Colletotrichum gloeosporioides. Estes patógenos e o resíduo de fungicidas em frutos são considerados os principais problemas para a exportaçãodesta fruta. Neste trabalho, foi avaliado o efeito fungitóxico de extratos, decoctos e óleos essenciais de plantas medicinais e aromáticas, no crescimento micelial dos patógenos, in vitro, recomendados como alternativa para o controle químico em pós-colheita. Os extratos aquosos a 10% e os decoctos (subprodutos da hidrodestilação foram adicionados em BDA, autoclavados e distribuídos em placas de Petri. Os óleos essenciais foram adicionados em três pontos eqüidistantes nas placas de Petri contendo BDA. Discos dos isolados foram repicados para o centro das placas de Petri. O efeito fungitóxico foi avaliado medindo-se o diâmetro das colônias, quando na testemunha ou em qualquer tratamento os patógenos atingiram a borda da placa. O extrato aquoso e o óleo essencial de cravo-da-Índia inibiram em 100% o crescimento de G. cingulata e C. gloeosporioides, sendo este último totalmente inibido pelo óleo essencial de capim-limão. Os decoctos de alecrim, gengibre, calêndula e laranja (Citrus sinensis apresentaram potencial de inibição sobre os isolados dos patógenos. No controle de C. gloeosporioides, destacaram-se também os decoctos de marcela, camomila e tagetes. A inibição total ou parcial do crescimento micelial de Glomerella cingulata e Colletotrichum gloeosporioides, in vitro, evidenciou a existência de compostos biologicamente ativos, com efeito fungitóxico nos extratos, decoctos e óleos essenciais de plantas medicinais e aromáticas. Isto indica uma aplicação potencial destes produtos no controle alternativo da antracnose em frutos de goiabeira.The main disease of the guava (Psidium guajava L., after harvesting, is anthracnose, caused by Glomerella

  17. The induction of differentially expressed proteins of Xylella fastidiosa with citrus extract Indução de proteínas de Xylella fastidiosa expressas diferencialmente com extrato de citros

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cláudia de M. Bellato

    2004-09-01

    Full Text Available An in vitro system was developed to induce and identify Xylella fastidiosa proteins that were differentially expressed in the presence of callus-derived extracts from its host, the citrus cultivar Pêra. To optimize the induction, we first developed a single culture medium for the growth of both, host and bacteria. This medium, CPXPm7, which mimics the citrus xylem sap, showed that X. fastidiosa at 72 h post-incubation had 10(8 colony forming units mL-1, while Pêra cells had the highest fresh weight content (0.79 g. After testing various methods of co-cultivation of the bacteria and host callus grown in this single medium, the best induction procedure was to grow X. fastidiosa in a solid medium amended with an extract of Pêra callus grown in CPXPm7. Analysis, by two-dimensional electrophoresis, of the X. fastidiosa proteins (120 µg of total proteins grown in the presence of Pêra callus extract revealed 414 differentially expressed protein spots when compared to the protein profile obtained in the absence of the extract. The system developed in this study improves the induction and analysis of differentially expressed proteins of X. fastidiosa, which may be involved in pathogenicity.Estudos in vitro foram desenvolvidos para obter proteínas de Xylella fastidiosa expressas diferencialmente na presença de calos do hospedeiro, citros cultivar Pêra. Para otimizar a indução, desenvolveu-se um meio de cultura comum, o qual foi baseado na seiva do xilema de citros, para cultivar a bacteria e os calos de Pêra. Dados mostraram, após 72 h de cultivo neste meio, 10(8 unidades formadoras de colônias de X. fastidiosa por mL, e 0,79 g de peso seco de células de Pêra. Após testar diferentes métodos de co-cultivo da bactéria com calos de Pêra neste meio, observou-se que a melhor taxa de indução ocorreu quando X. fastidiosa foi cultivada em meio sólido enriquecido com um extrato derivado dos calos de Pêra. Análise em gel bidimensional (2DE

  18. Efeito de extratos aquosos de meliáceas sobre Bemisia tabaci biótipo B em tomateiro Effect of aqueous extracts of meliaceous plants on Bemisia tabaci B biotype on tomato plants

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    ANTONIO PANCRÁCIO DE SOUZA

    2000-01-01

    Full Text Available Comparou-se a bioatividade de extratos aquosos a 3% (p/v de três meliáceas, Melia azedarach L. (frutos verdes, Trichilia pallida Swartz (ramos e Azadirachta indica A. Juss (sementes, em relação à mosca branca Bemisia tabaci (Gennadius biótipo B, criada em tomateiro. No primeiro experimento os extratos foram aplicados sobre ovos e sobre ninfas com três dias de idade, avaliando-se a mortalidade e a duração das fases de ovo e de ninfa. No segundo experimento os extratos foram aplicados apenas sobre as ninfas, avaliando-se a mortalidade nessa fase e a longevidade e fecundidade dos adultos. Em relação à fase de ovo, o extrato de T. pallida foi o que provocou maior mortalidade, seguindo-se os de A. indica e M. azedarach. A maior mortalidade ninfal foi constatada com o extrato de A. indica, seguindo-se os de T. pallida e M. azedarach. Nenhum dos extratos afetou a duração das fases de ovo e de ninfa, assim como a longevidade e fecundidade.The objective of this research was to compare the effect of aqueous extracts of fresh fruits of Melia azedarach L., twigs of Trichilia pallida Swartz and seeds of zadirachta indica A. Juss, on eggs and nymphs of silverleaf whitefly Bemisia tabaci (Gennadius B biotype reared on tomato plants. The extracts were tested at a concentration of 3%. In the first experiment, the extracts were applied on eggs and 3-day-old nymphs. Records were taken on mortality, duration of egg and nymphal stages. In the second experiment the extracts were applied on 3-day-old nymphs and records were taken on nymphal mortality, adult longevity and fecundity. The extracts of T. pallida were the most effective on eggs, followed by A. indica and M. azedarach. The extracts of A. indica were the most effective on nymphs followed by T. pallida and M. azedarach. In both experiments, the duration of egg and nymph stages, longevity and fecundity were not affected by the extracts.

  19. Phytotoxicity of the extracts of Lonchocarpus muehlbergianus Hassl. (Fabaceae leaflets and galls on seed germination and early development of lettuce Fitotoxidade diferencial dos extratos aquosos de folíolos e galhas de Lonchocarpus muelhbergianus Hassl. (Fabaceae na germinação e desenvolvimento inicial de alface

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denis Coelho de Oliveira

    2008-12-01

    ático potencial. Este trabalho compara efeitos alelopáticos dos extratos aquosos de folíolos sadios e galhas de L. muehlbergianus nas sementes e plântulas de Lactuta sativa, avalia o impacto químico produzido pelo inseto galhador e níveis tróficos associados. Os resultados obtidos podem lançar novas perspectivas sobre o impacto químico produzido pelo inseto indutor nos demais níveis tróficos associados à planta hospedeira. Os extratos foram obtidos através de maceração estática em água destilada (5% p/v. Os tratamentos consistiram de extratos aquosos e seus filtrados em polivinilpirrolidona (PVP. Depois de sete dias, as plântulas foram medidas e as raízes fixadas em FAA50 para análises anatômicas. Extratos aquosos de folíolos sadios e galhas, e seus filtrados em PVP, inibiram significativamente a germinação de sementes, não apresentando diferenças entre os dois grupos. Tratamentos com extratos aquosos reduziram a velocidade de germinação das sementes e o comprimento do eixo vegetativo. As alterações nos tecidos vegetais confirmam os sintomas de fitotoxidade de substâncias aleloquímicas evidenciados pela não diferenciação dos pêlos absorventes, colapso das demais células epidérmicas e desorganização do córtex. A diferença entre os tratamentos indica que a formação da galha altera o metabolismo do folíolo sadio e isso poderia influenciar outros níveis tróficos associados ao sistema galhador-planta hospedeira.

  20. Elaboração de sorvete de soja e de uma cobertura crocante a partir de okara / Development of soybean ice cream and crunchy coverage from okara

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cláudia Leite Munhoz

    2010-12-01

    Full Text Available Neste trabalho foram desenvolvidos sorvetes a base de extrato de soja, direcionados principalmente para consumidores intolerantes à lactose, assim como em interessados com a promoção do bem-estar e da saúde. O desenvolvimento experimental foi realizado em três etapas: obtenção do extrato de soja, formulação do sorvete e elaboração de cobertura crocante a partir da okara. O extrato foi obtido a partir da mistura de soja e água na proporção 1:2 e posterior tratamento térmico. Na formulação do sorvete, variou-se o teor de açúcares, gordura, saborizante e aditivos, visando determinar a concentração adequada de cada componente. A cobertura crocante foi elaborada com o resíduo do extrato de soja e sacarose, torrada em forno. Os sorvetes obtidos das formulações foram submetidos a testes sensoriais subjetivos para a avaliação da aceitabilidade do produto e intenção de compra. Os resultados obtidos mostraram que a formulação contendo 63,0% de extrato de soja, 12,6% de dissacarídeos, 12,6% de monossacarídeos, 6,3% de gordura vegetal, 3,2% de saborizante, 1,3% de emulsificante/estabilizante e 1,0% de espessante foi preferida por 25 provadores não treinados, com 95% de intenção de compra. De acordo com as análises físicas e químicas, o sorvete elaborado apresentou menor valor calórico que o produto a base de gorduras e proteínas lácteas.

  1. Potenciação alelopática de extratos vegetais na germinação e no crescimento inicial de picão-preto e alface Allelopathy of plant extracts on germination and initial growth of beggartick (Bidens pilosa L. and lettuce (Lactuca sativa L.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Magda Cristiani Ferreira

    2007-08-01

    Full Text Available O picão-preto (Bidens pilosa L. é uma planta daninha muito agressiva, que está presente em quase todo Brasil. O principal método de controle é o químico, porém apresenta elevado impacto ambiental, risco de intoxicação humana e possibilidade de causar fitotoxicidade as culturas. O objetivo do trabalho foi avaliar o efeito alelopático de extratos etanólicos de Eucalyptus citriodora Hook. e Pinus elliottii L. na germinação e no crescimento inicial de picão-preto e alface (Lactuca sativa L.. Foram testadas quatro concentrações de cada extrato (0,25; 0,50; 1,0 e 2,0 % além do controle (0,0 % água destilada com Tween 20 a 0,08 %. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado, com quatro repetições em condições de laboratório. O extrato de P. elliottii não causou efeito alelopático sobre o picão-preto e o alface. O extrato de E. citriodora reduziu significativamente o índice de velocidade de germinação (IVG do picão-preto em todas as concentrações testadas quando comparadas com o controle (0,0%, porém para a alface o IVG foi significativo apenas na concentração de 2,0 %. Para o comprimento da raiz não foi possível observar diferença significativa entre os tratamentos para os dois extratos testados tanto para o alface como para o picão preto.Bidens pilosa L. is an aggressive weed found all over Brazil. The main control method for this species is chemical treatment however, causes strong environmental impact, and it has great human contamination risks, and may cause phytotoxity to crops. The objective of this study was to evaluate the effect of ethanolic extracts of Eucalyptus citriodora Hook. and Pinus elliottii L. on seed germination and initial growth of B. pilosa and lettuce (Lactuca sativa L.. Five concentrations of each extract (0.0; 0.25; 0.50; 1.0; 2.0% were tested in laboratory conditions using a randomized complete block design with four replicates. P. elliottii extract had no effect on B

  2. ATIVIDADE ANTIFÚNGICA DO EXTRATO ETANÓLICO DAS CASCAS DE Maytenus guianensis KLOTZSCH EX REISSEK SOBRE Candida albicans

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renato Abreu Lima

    2016-06-01

    Full Text Available O presente trabalho teve como objetivo avaliar a atividade fungicida do extrato etanólico das cascas de Maytenus guianensis sobre Candida albicans in vitro. As cascas coletadas foram devidamente secas e trituradas, sendo submetidas à extração em aparelho de Soxhlet com etanol p.a., sendo posteriormente diluídas com DMSO a 2% e para avaliar o potencial biológico sobre o fungo, utilizou-se à técnica de difusão em ágar em poços na concentração de 1mg.mL-1, concentração esta já definida pela técnica de Menor Concentração Inibitória (MIC realizada. Leveduras de C. albicans foram cultivadas em meio BDA durante 24 horas com a absorbância de turvação. Para o controle negativo, utilizou-se somente o meio BDA; controle positivo foi realizado com emulsificante Kasumin®. O delineamento foi inteiramente casualizado, com três repetições por tratamento. A avaliação consistiu em verificar os halos de inibição de crescimento fúngico, a cada 24 horas, durante cinco dias. Observou-se, que após 120 horas, o extrato etanólico das cascas de M. guianensis apresentou resultados dos halos de inibição sobre C. albicans, na qual os halos de inibição de crescimento foram de 1,52 mm do extrato etanólico, demonstrando maior espectro inibitório, se comparado com o controle negativo que foi de 2,87 mm, enquanto que no controle positivo o halo de inibição foi de 2,11 mm. Os resultados sinalizam o potencial antimicrobiano dessa planta, podendo ser promissoras para estudos de desenvolvimento de novos fármacos. Palavras-chave: Celastraceae, triterpenos, fitoquímica.

  3. Ação da própolis sobre a desaminação de aminoácidos e a fermentação ruminal Effect of the propolis on amino acids deamination and ruminal fermentation

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Deolindo Stradiotti Júnior

    2004-08-01

    Full Text Available Foram objetivos deste trabalho determinar a ação in vitro da própolis sobre a atividade específica de produção de amônia (AEPA ou atividade de desaminação de aminoácidos e sobre a fermentação ruminal em bovinos. A AEPA foi determinada utilizando-se líquido de rúmen e tampão de McDougall (1:4 contendo diferentes níveis de extrato de própolis e excesso de caseína hidrolisada. No estudo da ação da própolis in vivo sobre a fermentação ruminal e AEPA, foram utilizados quatro novilhos Holandeses, em dois períodos experimentais, sob dieta contendo 35% de concentrado, submetidos aos tratamentos controle e com extrato de própolis. O extrato de própolis obtido com etanol a 70% em água foi mais eficiente in vitro que a 99,5%, obtendo-se valores de até 78% de inibição da AEPA em relação ao controle. O extrato de própolis não afetou o consumo de matéria seca, o pH ruminal, as concentrações de amônia e de proteína microbiana e as proporções molares dos ácidos graxos voláteis (AGV, acético, propiônico e butírico no líquido de rúmen. Entretanto, o extrato de própolis aumentou a concentração de AGV totais e inibiu a AEPA pelos microrganismos ruminais, indicando que, apesar de não ter reduzido o nível ruminal de amônia, existe o potencial deste efeito ocorrer em outras situações, como em dietas contendo alta taxa de proteína degradável/carboidrato fermentescível, observado em pastagens novas de gramíneas ou pastagens de gramíneas consorciadas com leguminosas.The objective of this work was to determine the in vitro effect of the propolis on the specific activity of ammonia production (SAAP or activity deamination of amino acids and on ruminal fermentation in bovine. The SAAP was determined using ruminal fluid and McDougall buffer (1:4 with different levels of propolis extract and excess of hydrolyzed casein. In the study of the in vitro effect of the propolis on the ruminal fermentation and SAAP, four

  4. Evaluation of antifungal activity of seaweed extracts Avaliação de atividade antifúngica de extratos de macroalgas marinhas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Julio Cesar Fernandes Peres

    2012-06-01

    óis. Entre outras, a atividade antifúngica, por sua importância na saúde humana e animal e na preservação de produtos agrícolas, tem sido objeto de diversos estudos. No presente trabalho, esta atividade foi investigada em dez extratos de macroalgas marinhas, por ensaios de bioautografia direta, frente ao fungo Colletotrichum lagenarium e por ensaio de difusão em disco, frente ao Aspergillus flavus. Os organismos estudados foram os seguintes: Stypopodium zonale, Laurencia dendroidea, Ascophyllum nodosum, Sargassum muticum, Pelvetia canaliculata, Fucus spiralis, Sargassum filipendula, Sargassum stenophyllum, Laminaria hyperborea e Gracilaria edulis. Os extratos de S. zonale, L. dendroidea, P. canaliculata, S. muticum, A. nodosum e F. spiralis inibiram significativamente o crescimento de C. lagenarium, porém, não significativamente, o do fungo A. flavus. A presença de terpenos em todos esses extratos foi confirmada por cromatografia em camada delgada e a de compostos fenólicos, apenas nos extratos de P. canaliculata, A. nodosum e S. muticum. No estudo químico por cromatografia em coluna, seguido por análise em cromatógrafo a gás/espectrômetro de massas, foram identificados, em L. dendroidea, os terpenos neofitadieno, cartilagineol, elatol e obtusol e o éster hexadecanoato de etila. Esse é o primeiro relato sobre a atividade de extratos de algas frente a C. lagenarium, fungo de importância agrícola.

  5. White tea (Camellia sinensis extract reduces oxidative stress and triacylglycerols in obese mice Extrato de chá branco reduz extresse oxidativo e triacilglicerois em camundongos obesos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lílian Gonçalves Teixeira

    2012-12-01

    com 0,5% de extrato de chá branco durante 8 semanas. Foram estudadoso tecido adiposo bem como o perfil lipídico e o estresse oxidativo. A suplementação com chá branco não foi capaz de reduzir a ingestão alimentar, peso corporal ou adiposidade visceral. De forma similar, não foram encontradas diferenças no perfil de lipoproteínas ricas em colesterol. Uma redução de triacilgliceróis sanguíneos, associada ao aumento de lipídios cecais, foi observada no grupo suplementado com chá branco. A suplementação também reduziu o estresse oxidativo no fígado e tecido adiposo. Em conclusão, suplementação com extrato de chá branco (0,5% não interfere no peso corporal ou adiposidade em camundongos obesos. Seus benefícios são restritos redução do estresse oxidativo associada obesidade e melhora da hipertrigliceridemia.

  6. Potencial alelopático de extratos aquosos de Melissa officinalis L. e Mentha x villosa L. na germinação e vigor de sementes de Plantago major L. Allelopathic effect of extracts of Melissa officinallis L. and Mentha x villosa L. on seed germination and vigor of Plantago major L.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    F.P.G. Bonfim

    2011-01-01

    Full Text Available O objetivo do trabalho foi avaliar o efeito dos extratos aquosos de hortelã e melissa na germinação e vigor de sementes de tanchagem. O experimento foi conduzido no Departamento de Fitotecnia da Universidade Federal de Viçosa, no mês de abril de 2011. O delineamento utilizado foi o inteiramente casualizado com cinco tratamentos (testemunha, 25%, 50%, 75% e 100 % do extrato aquoso de hortelã e melissa e quatro repetições. Os extratos foram preparados utilizando a parte aérea das plantas, na proporção de 100g de planta para 1 L de água destilada. Foram utilizadas 50 sementes de tanchagem em cada caixa gerbox, previamente umedecido com os extratos aquosos (correspondentes aos tratamentos, estas foram levadas para germinar em câmara de germinação, em temperatura de 20°C, fotoperíodo de 16 horas luz e 8 horas escuro, por 14 dias. Durante esse tempo foram feitas às contagens diárias das sementes germinadas para calcular o índice de velocidade de germinação e ao final dos 14 dias foi calculada a porcentagem de germinação. Sementes de tanchagem não submetidas aos extratos aquosos de melissa e hortelã apresentaram-se mais vigorosas quando comparado com as concentrações, evidenciando o potencial alelopático de melissa e hortelã sobre a sua qualidade fisiológica.The aim of this work was to evaluate the effect of aqueous extracts of Melissa officinallis and Mentha x villosa for the germination and vigor of Plantago major seeds. The experiment was conducted at the Plant Science Department, Federal University of Viçosa, in April 2011. The design was a completely randomized design with five treatments (control, 25%, 50%, 75% and 100% of the aqueous extract of Mentha x villosa and Melissa Officinallis and four replications. The extracts were prepared utulizando the shoots of plants at the rate of 100g of plant to 1 L of distilled water. We used 50 Plantago major seeds in each box incubator and these were subsequently placed in a

  7. Avaliação de biofertilizantes, extratos vegetais e diferentes substâncias alternativas no manejo de tripes em cebola em sistema orgânico Evaluation of biofertilizers, plant extracts, and some alternative substances to manage onion thrips in organic agriculture system

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo A.S. Gonçalves

    2004-09-01

    Full Text Available Avaliou-se substâncias alternativas no manejo de tripes (Thrips tabaci Lind., em cebola, cv, Crioula, no sistema orgânico. Os experimentos foram conduzidos na EPAGRI, Ituporanga (SC. Os períodos entre transplante e colheita foram de 11/09/1996 a 10/01/1997 e 13/08/1997 a 11/12/1997. O delineamento foi de blocos ao acaso com 8 tratamentos em 1996 e 12 tratamentos em 1997 e quatro repetições. Em 1996 os tratamentos incluíram o biofertilizante anaeróbico 50%, biofertilizante aeróbico 5%, sulfato de manganês 1%, extrato hidroalcoólico de própolis 0,2%, macerado de ervas ("fersoral" 2% e 4%, extrato de fumo (Nicotiana tabacum 2 L ha-1 + 1% detergente neutro, testemunha sem aplicação. Em 1997 os tratamentos incluíram o macerado de ervas ("fersoral" 5% 10%, enxofre pó molhável 0,25% + extrato hidroalcoólico de própolis 0,2% + extrato de samambaia 3%, biofertilizante anaeróbico 50%, biofertilizante aeróbico 5%, extrato de losna (Artemisia verlotorum 3%, extrato de timbó (Ateleia glazioviana 0,5%, extrato de samambaia (Pteridium aquilinum 10%, extrato de erva-de-santa-maria (Chenopodium ambrosioides 10%, extrato de cinamomo (Melia azedarach 10%, extrato de camomila (Matricaria chamomilla 5%, testemunha sem aplicação. Para aplicação dos produtos empregou-se pulverizador de pressão constante a base de CO2. Os tratamentos não causaram redução significativa na incidência de tripes e aumentos significativos na produtividade.Alternative substances to manage thrips population (Thrips tabaci Lind. on onion, in an organic agriculture system were evaluated. The experiments were carried out in Ituporanga, Santa Catarina State, Brazil. Plants of onion cv. Crioula were transplanted into two fields on 9th September/96 and 13th August/97 and harvested respectively on 10th January/97 and 11th December/97. A randomized blocks with four replicates were used in both experiments. In 1996 the treatments included the anaerobic liquid

  8. Composição e digestibilidade aparente da silagem de bagaço de laranja

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ítavo Luís Carlos Vinhas

    2000-01-01

    Full Text Available Avaliou-se a silagem de bagaço de laranja, com ou sem aditivo enzimático microbiano e ácido fórmico ou acético, com o objetivo de determinar a digestibilidade aparente da matéria seca (MS, matéria orgânica (MO, proteína bruta (PB, fibra em detergente neutro (FDN, fibra em detergente ácido (FDA, extrato etéreo (EE e carboidratos não-estruturais (CNE. O bagaço de laranja foi ensilado por 70 dias, em tubos de concreto com capacidade de 700 kg, em um ensaio com ovinos, machos, alojados em gaiolas metabólicas. O alimento fornecido foi feno de aveia (70% e silagem (30% com base na MS. Não houve diferença entre os tratamentos para os coeficientes de digestibilidade da silagem. Os aditivos não alteraram o valor nutricional do alimento. A silagem demonstrou ter alta digestibilidade aparente.

  9. Potencial cicatricial da Bixa orellana L. em feridas cutâneas: estudo em modelo experimental

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    S.O. Capella

    2016-02-01

    Full Text Available O uso de fitoterápicos é uma alternativa de baixo custo e de fácil acesso para o tratamento de feridas cutâneas. Objetivou-se avaliar a ação do extrato oleoso de urucum na cicatrização de feridas cutâneas abertas. Inicialmente, identificaram-se os principais ácidos graxos do óleo de urucum. Foi realizado ensaio citotóxico para determinar as concentrações a serem utilizadas no ensaio in vivo. No experimento, feridas cutâneas em ratos Wistar foram diariamente tratadas com: extrato de urucum 0,1% (U 0,1%, extrato de urucum 0,01% (U 0,01%, vaselina (V e solução fisiológica (SF, por até 21 dias. Aos quatro, sete, 14 e 21 dias, foi avaliada clinicamente a presença de exsudato, crosta e epitelização. Determinaram-se as áreas da lesão, e amostras de pele, fígado e rins foram coletadas para avalição histológica. Aos 21dias, amostras de pele foram coletadas para análise tensiométrica. Clinicamente, todos os grupos de tratamento apresentaram evolução cicatricial fisiológica. Os grupos U 0,1% e U 0,01% apresentaram maior presença de epitelização aos sete dias e maior retração cicatricial aos quatro dias. Na histologia, U 0,1% e U 0,01% apresentaram aos quatro e sete dias maior quantidade de fibrina e inflamação que V e SF, e, nos demais momentos, não houve diferenças entre os grupos. Quanto à fase cicatricial, aos quatro dias todos os grupos encontravam-se na fase inflamatória, aos sete dias U 0,1% e U 0,01% permaneciam na fase inflamatória, diferindo de SF e V, que se caracterizavam na fase proliferativa. Aos 14 dias, os grupos apresentavam-se em transição de fase proliferativa para maturação e, aos 21dias, estavam todos na fase de maturação. Os grupos tratados com urucum expressaram menor resistência à tensão que V e SF. Concluiu-se com este estudo que o extrato oleoso de urucum acelera o processo cicatricial nos primeiros dias, mas proporciona uma cicatriz de baixa qualidade.

  10. Utilização de planejamento fatorial para a determinação da capacidade antioxidante e doseamento de flavonoides totais em Verbena minutiflora Briq. ex Moldenke (gervai

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    K.E. PELOI

    2016-03-01

    Full Text Available RESUMO Verbena minutiflora Briq. ex Moldenke (gervai tem seu uso medicinal relatado popularmente para tratamento de doenças hepáticas, diarreia e outros problemas de saúde. Entretanto, pouco se conhece a respeito de seus componentes químicos e estudos que comprovem suas propriedades medicinais são escassos. O objetivo desse estudo foi avaliar a composição química dos extratos aquosos e etanólicos de flores de V. minutiflora e otimizar processos de obtenção de extratos com maiores capacidades antioxidantes e maiores concentrações de flavonoides. O método de extração foi desenhado por planejamento fatorial, onde as variáveis para a determinação da capacidade antioxidante foram: pH, extração líquida, método e tempo de extração. Para a determinação de flavonoides totais as variáveis avaliadas por planejamento fatorial foram: concentração de hexametilenotetramina, tipo de ácido, volume de ácido e tempo de aquecimento. Os resultados das análises químicas dos extratos mostraram: aminogrupos, taninos e ácidos fixos (extrato aquoso aminogrupos, flavonoides, triterpenos, esteroides, alcaloides e cumarinas (extrado hidroetanólico. Os resultados dos planejamentos fatoriais mostraram que o melhor método de extração para a capacidade antioxidante foi o que usou vórtex, por 35 min, com água:etanol 50:50, com pH1, obtendo 0,1899± 5,8.10-3 mmol expressos em ácido ascórbico g-1 nos extratos de V. minutiflora. Enquanto, para as dosagens de flavonoides totais as variáveis significantes foram: tipo de ácido e volume de ácido. A melhor extração obtida foi: 6,748. 10-2± 2,085 10-3% expressos em quercetina. Os resultados mostraram que o planejamento fatorial é uma importante ferramenta para a otimização de extração de componentes químicos em produtos naturais.

  11. Análise fitoquímica da espécie Phyllanthus niruri L. (quebra-pedra

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Carolina de Almeida do Rosário

    2016-03-01

    Full Text Available As plantas medicinais possuem propriedades bioativas que ajudam no tratamento de doenças devido ao seu princípio ativo. Esta pesquisa buscou obtenção da análise fitoquímica da espécie Phyllanthus niruri L., conhecida popularmente como quebra-pedra e de uso medicinal popular em forma de chá para tratamento de cálculos renais, infecções intestinais e como anti-inflamatório. Após passar por processo de maceração, se obteve 0,422 g de extrato bruto, e a partir deste, realizou-se as análises dos principais metabólitos secundários. Após este procedimento foram identificados cinco constituintes químicos: esteroides e triterpenoides, alcaloides, depsídeos e depsidonas, açúcares redutores e antraquinonas. Relacionaram-se os mecanismos de ação obtidos na literatura dos metabólitos, com as atividades alegadas pela população da espécie em estudo. Assim, como a descoberta segundo a literatura da ação dos esteroides, como por exemplos, os heterosídeos cardioativos no tratamento de insuficiência cardíaca congestiva.

  12. Efeito inibitório do extrato hexânico dos folíolos de Caesalpinia spinosa em Fusarium solani e Phoma tarda - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v27i2.1329 Inhibitory effect of Caesalpinia spinosa leaflets crude extract on Fusarium solani and Phoma tarda - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v27i2.1329

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Júlio César Miranda

    2005-03-01

    Full Text Available Extrato hexânico foi obtido dos folíolos do falso pau-brasil (Caesalpinia spinosa e incorporado em BDA (batata-dextrose-ágar, obtendo-se as concentrações de 2204 mg L-1, 4460 mg L-1, 6370 mg L-1, 7644 mg L-1 e 16179 mg L-1. Foi avaliado o crescimento micelial de Fusarium solani e Phoma tarda. Os resultados mostraram o efeito inibitório do extrato em porcentagens variáveis de 3,95% a 32,20% para P. tarda e de 7,29% a 33,83% para F. solani, conforme as doses crescentes do extrato, cuja fungitoxidade evidencia seu potencial alternativo aos métodos físicos e químicos de controle da fusariose em vários cultivos e mancha de Phoma no cafeeiroIn order to evaluate the plant extract effect on the in vitro growth of Fusarium solani and Phoma tarda, hexane crude extract from spiny holdback (Caesalpinia spinosa leaflets was obtained and incorporated into potato-dextrose-agar (PDA at 2204 mg L-1, 4460 mg L-1, 6370 mg L-1, 7644 mg L-1 and 16179 mg L-1 concentrations. The hexane crude extract inhibited mycelial growth at the range of 3,95% to 32,20% of P. tarda and 7,29% to 33,83% of F. solani, according to the extract concentration. It was demonstrated that the extract has antifungal activity and might be an alternative to physical or chemical control methods of fusariosis disease in several cultivations and of Phoma spot on coffee plant leaf

  13. Atividade antioxidante de três espécies de Eugenia (Myrtaceae)

    OpenAIRE

    Magina, Michele A.; Gilioli, Andressa; Moresco, Henrique H.; Colla, Guilherme; Pizzolatti, Moacir Geraldo; Brighente, Inês Maria Costa

    2010-01-01

    A atividade antioxidante dos extratos vegetais de Eugenia brasiliensis, E. beaurepaireana e E. umbelliflora foi avaliada usando diferentes métodos: Determinação da ação sequestrante de radicais livres usando DPPH, determinação do potencial redutor e determinação do potencial inibidor da peroxidação lipídica. Foi correlacionado também a o conteúdo de fenólicos totais e de flavonóides contidos nestes extratos e frações com a atividade antioxidante. As espécies E. brasiliensis e E. beaurepairean...

  14. Imunohistochemistry: detection of microcystin in tilápia exposed to Microcystis aeruginosa (Cyanobacteria extract/ Imunoistoquímica: detecção de microcistina em tilápia exposta ao extrato de Microcystis aeruginosa (Cyanobacteria

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ken-ichi Harada

    2007-08-01

    Full Text Available The deterioration of the water quality due to aquaculture is associated with eutrophication, with bloom of cyanobacteria. Microcystis aeruginosa is distinguished as main producer of microcystins (MCs, group of hepatotoxins with tumor promoter potential. In the present work immunohistochemical method for detection of MC in tilápia (Oreochromis niloticus, fish submitted to intraperitoneal injection (i.p. or immersion in extract of M. aeruginosa BCCBUSP 262 was developed, using monoclonal antibody anti - MC (M8H5 and polymer peroxidase system. The tilápias (N=42 had been submitted to the seven treatments, three groups inoculated i.p. with 2.0x105, 4.0x105 and 1.0x106 cells. Kg-1 of M. aeruginosa BCCBUSP 262 and four groups exposed to the immersion in different extract concentrations of cyanobacterium. Analyzing liver and muscular tissue for immunohistochemical assay, muscular tissue was not stained. All the animals inoculated i.p. presented positive marking for MC in the liver, but in immersion test, only the ones exposed in the highest dose (1,0x105 cels.mL-1 presented positive marking. Although MC was not detected in muscular tissue, as well as in the liver of animals immersed in extract of M. aeruginosa BCCBUSP 262 in concentrations less than 1.0x105 cels.mL-1, the results would constitute in the base for the methodological development aiming the application of the immunohistochemistry in the rapid diagnosis in quality control of fish.A deterioração da qualidade de água pela piscicultura associa-se à eutrofização, com florescimento de cianobactérias. Microcystis aeruginosa destaca-se como principal produtora de microcistinas (MCs, grupo de hepatotoxinas com potencial promotor de tumor. No presente trabalho desenvolveu-se método imunoistoquímico para a detecção de MC em tilápias (Oreochromis niloticus submetidas à injeção intraperitoneal (i.p. ou imersão em extrato de M. aeruginosa BCCBUSP 262, empregando anticorpo monoclonal

  15. Potencial fitotóxico de extratos foliares de Aloe arborescens Miller (Asphodelaceae produzidos em diferentes épocas do ano Analysis of the phytotoxic potential of Aloe arborescens Miller leaf extracts (Asphodelaceae produced at different times of the year

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cynthia Murakami

    2009-03-01

    Full Text Available Este trabalho visou analisar o potencial fitotóxico de extratos foliares de Aloe arborescens Miller sobre a germinação e crescimento de plântulas de alface (Lactuca sativa L.. Amostras de folhas foram coletadas nas quatro estações climáticas e maceradas em etanol P.A. por 28 dias. Os extratos produzidos foram fracionados em extratos etanólico e clorofórmico e tiveram as concentrações reduzidas a 1%. Os bioensaios de ação fitotóxica foram desenvolvidos em triplicata, sob luz constante e temperatura ambiente. Apenas o extrato clorofórmico de primavera mostrou forte atividade fitotóxica sobre a germinação das sementes de alface (16,67%. Todos os extratos reduziram significativamente a primeira contagem, índice de velocidade germinação (IVG e o crescimento do eixo hipocótiloradicular (EHR das plântulas de alface, porém os extratos clorofórmicos mostraram maior atividade fitotóxica, gerando alterações morfológicas mais intensas sobre as plântulas de alface e apresentaram maiores teores de compostos fenólicos. Apesar de todos os extratos clorofórmicos inibirem fortemente o crescimento das folhas cotiledonares das plântulas de alface, não se observaram neste último efeito, variações em função dos períodos de coleta.This study aimed to analyze seasonal variation in the phytotoxic potential of Aloe arborescens Miller leaf extract on lettuce (Lactuca sativa L. germination and growth. Leaf samples were collected in the four seasons and were macerated in ethanol P.A. for 28 days. The extracts were fractionated into solutions made with ethanol and chloroform, and concentrations were reduced to 1%. Phytotoxic activity bioassays were carried out in triplicate, under constant light and ambient temperature. Only the spring chloroform extract showed strong phytotoxic activity on lettuce seed germination (16.67%. All extracts significantly reduced the first count, germination velocity index (GVI and growth of the hipocotyl

  16. Caracterizaçao dos taninos da aroeira-preta (Myracrodruon urundeuva Characterization of aroeira-preta (Myracrodruon urundeuva wood tannins

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carla Regina Amorim dos Anjos Queiroz

    2002-08-01

    Full Text Available Visando contribuir para a caracterização química de uma madeira nobre nativa e em extinção no Brasil, no presente trabalho estão apresentados os estudos de identificação e quantificação dos taninos da aroeira-preta (Myracrodruon urundeuva, uma espécie da família Anacardiaceae. Este estudo foi conduzido com base nos extratos acetona-água (AA e metanol-água (MA, em que foram determinados os teores de fenóis totais e proantocianidinas. O teor de fenóis totais foi determinado pelo método Folin-Ciocalteau e pelo método azul-da-prússia modificado. Os valores encontrados para os métodos AA foram 19,1 e 24,7% e para MA, 20,2 e 22,8%, respectivamente. O teor de proantocianidinas foi determinado pelo método da vanilina, tendo alcançado no extrato AA 2,7% e no MA 16,7%. Não foram constatadas as presenças de antocianidinas nem de apigedinidinas, podendo haver 3-deoxi-proantocianidinas do tipo luteolinidinas. Por meio da cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE, foram identificados a fisetina e os ácidos gálico e elágico. Os resultados mostram que a aroeira-preta contém uma elevada quantidade de taninos, que podem contribuir para sua resistência natural à degradação.This work presents a study on tannins from aroeira-preta (Myracrodruon urundeuva, based on acetone-water (AA and methanol-water (MA extracts, in which the contents of total phenols and proanthocyanidins were determined. The total phenols were determined by the Folin-Ciocalteau method and the modified Prussian Blue method. The contents obtained for AA were 19.1 and 24.7% and for MA, 20.2 and 22.8%, respectively by the Folin-Ciocalteau method and the modified Prussian Blue method. The proanthocyanidin contents were determined by the vanillin method, obtaining 2.7% in extract AA and 16.7% in extract MA. No evidence for the presence of antocyanidins and apigedinidins was found, but 3-deoxi-proantocyanidins of the luteolinidin type may be present in the extracts

  17. Estudo comparativo de diferentes tipos de silos sobre a composição bromatológica e perfil fermentativo da silagem de milho Comparative studies on chemical composition and fermentation characteristics of corn silage

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Laércio Melotti

    2002-04-01

    Full Text Available Três diferentes tipos de silos de laboratório, confeccionados a partir de baldes plásticos, sacos plásticos e manilhas de concreto com revestimento plástico, em dois diferentes graus de compactação (400 ou 600 kg de silagem/m3, foram comparados com o silo comercial tipo trincheira amostrado a 0, 50 e 100 cm da sua superfície. A planta de milho (27,3% de MS e 8,4% de PB foi picada, homogeneizada e utilizada para encher quatro silos por tratamento. Depois de abertos, estes foram amostrados para análise da composição bromatológica e perfil fermentativo. Os teores de MS e PB variaram entre os diferentes extratos do silo comercial e foram intermediários nos silos laboratoriais, indicando maior translocação de água e nutrientes naquele do que nestes. Os silos laboratoriais representaram bem os comerciais, quanto aos componentes da parede celular, amido, carboidratos solúveis e DIVMS. O pH foi menor na silagem obtida no extrato médio, intermediário no profundo e maior na superfície do silo comercial. Silagens obtidas no extrato médio também apresentaram maiores teores de nitrogênio amoniacal e ácido lático, enquanto que as obtidas no extrato profundo apresentaram as concentrações mais elevadas de ácido acético. De forma geral, os silos laboratoriais representaram bem o perfil de fermentação dos silos comerciais (pH, concentração de etanol, acético, propiônico, butírico, lático e N amoniacal, já que a maior variabilidade de resposta foi observada entre os extratos do silo comercialA commercial bunker silo and three types of experimental silos were used for determination of chemical composition and fermentation characteristics of corn silage (27.3% DM and 8.4% CP ensiled in two different densities (400 or 600kg of silage/m3: 1 commercial bunker silo sampled at 0, 50 and 100 cm from the top; 2 plastic silo with bulsen valve; 3 plastic bag; and 4 concrete pipe. Dry matter and CP concentration showed larger variation

  18. Comportamento higroscópico do extrato seco de urucum (Bixa Orellana L Hygroscopic behavior of annatto (Bixa Orellana L dried extract

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    George Carlos dos Santos Anselmo

    2008-12-01

    Full Text Available Neste trabalho, objetivou-se determinar a higroscopicidade do urucum na forma de extrato seco. Neste estudo foram obtidas as atividades de água do extrato seco de urucum para as temperaturas de 10 a 50ºC e teores de água entre 6 e 22% base úmida. A metodologia empregada para as determinações foi o método dinâmico em que se utilizou o equipamento Thermoconstanter Novasina TH-2. Para os resultados experimentais aplicaram-se as equações propostas por Henderson modificada por Thompson e Henderson modificada por Cavalcanti Mata e Peleg. Por meio das análises dos parâmetros encontrados concluiu-se que a equação que melhor se ajusta aos dados experimentais é a equação de Henderson modificada por Cavalcanti Mata e que as isotermas de adsorção de água do extrato de urucum seco se comportaram sigmoidalmente, sendo consideradas do tipo II.The objective of this work was to verify the higroscopicity of annatto seeds in the dry extract form. The isotherms were determined by the dynamic method with the Thermoconstanter Novasina TH-2 equipment. The equilibrium temperatures were 10, 20, 30, 40 and 50 ºC to range of moisture content between 6 and 22%, wet basis. The equations proposed by Henderson modified by Thompson and Henderson modified by Cavalcanti Mata and Peleg were applied to the experimental data. Through the gotten parameters found concluded that the best equation to represent the experimental data is the Henderson equations modified by Cavalcanti Mata. It was also concluded that hygroscopic equilibrium isotherms of annatto seeds presented sigmoid forms, considered type II.

  19. Effect of six tropical tanniferous plant extracts on larval exsheathment of Haemonchus contortus Efeito de seis extratos de plantas taniníferas tropicais sobre o desembainhamento larvar de Haemochus contortus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lorena Mayana Beserra de Oliveira

    2011-06-01

    Full Text Available Tanniferous plants represent a promising alternative for controlling gastrointestinal nematodes of small ruminants. This experiment evaluated the effects of extracts from the leaf and stem of Anadenanthera colubrina, Leucaena leucocephala and Mimosa tenuiflora on larval exsheathment of Haemonchus contortus in vitro and verified the role of tannins in this process. Third-stage larvae of H. contortus were incubated with extracts for 3 hours and were exposed to sodium hypochlorite solution. The extracts were tested at 300 µg.mL-1 and accompanied by controls: phosphate buffer solution (PBS and polyvinyl polypyrrolidone (PVPP. The larval exsheathment was evaluated for 60 minutes, and the results were subjected to the Kruskal-Wallis test (p 0.05, except for L. leucocephala and M. tenuiflora leaf extracts. However, pre-incubation with PVPP of these two extracts significantly changed larval exsheathment when compared to the non-treated extracts (p Plantas taniníferas representam uma promissora alternativa de controle dos nematóides gastrintestinais de pequenos ruminantes. Esse experimento avaliou in vitro os efeitos dos extratos das folhas e caules de Anadenanthera colubrina, Leucaena leucocephala e Mimosa tenuiflora sobre o desembainhamento larvar de Haemonchus contortus e verificou o papel dos taninos nesse processo. Larvas de terceiro estádio de H. contortus foram incubadas com 300 µg.mL-1 de extrato por 3 horas e expostas a uma solução de hipoclorito de sódio. O ensaio foi acompanhado por controles: solução salina tamponada com fosfato (PBS e polivinilpolipirrolidona (PVPP. O desembainhamento larvar foi avaliado durante 60 minutos e os resultados submetidos ao teste Kruskal-Wallis (p 0,05, exceto nos extratos das folhas de L. leucocephala e M. tenuiflora. Entretanto, a pré-incubação desses dois extratos com PVPP alterou significativamente o desembainhamento quando comparado com extratos não-tratados (p < 0,05. Esses resultados sugerem

  20. Alteração do crescimento e dos teores de nutrientes com utilização de fertilizante organomineral em cenoura

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jéssica Fernandes Kaseker

    2014-12-01

    Full Text Available O uso de fertilizantes organominerais contendo extratos de algas é recente no Brasil. Em vista disso, este estudo teve como objetivo avaliar o efeito da aplicação foliar de fertilizante organomineral contendo extrato da alga Ascophyllum nodosum (Activo® no desenvolvimento e nos teores de nutrientes em cenoura. O experimento foi conduzido na área de olericultura da Universidade Federal do Paraná, no município de Pinhais, PR, no ano de 2009, em sistema orgânico, utilizando cultivar do tipo Nantes. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, e os tratamentos consistiram na aplicação de fertilizante organomineral à base de extrato de algas. Foi utilizado um esquema fatorial com duas doses (0,2 e 0,4% e duas épocas de aplicação (25 e 45 dias após o plantio, e um tratamento testemunha. As aplicações aumentaram a altura da parte aérea, o diâmetro radicular e o número de folhas, sendo esta variável também influenciada pela concentração. A produtividade aumentou com a aplicação do fertilizante organomineral, independentemente da concentração e da época de aplicação. Os teores nutricionais na parte aérea e nas raízes também foram alterados em decorrência das aplicações, sendo observada diminuição dos teores foliares de Cu e dos teores radiculares de N, Ca, Mg, Cu e Zn, possivelmente em função de efeito de diluição, pelo incremento da biomassa. Conclui-se que a aplicação do fertilizante organomineral contendo extrato de algas foi benéfica ao crescimento, desenvolvimento e produção das plantas de cenoura, o que resultou em diminuição na concentração de N, Ca, Mg, Cu e Zn na raiz e de Cu na parte aérea.

  1. Allelopathic activity of fresh and dry extracts of Stryphnodendron adstringens (Mart. Coville and Bauhinia forficata link leaves on the germination and initial development of tomato seedlings / Atividade alelopática dos extratos fresco e seco de folhas de barbatimão (Stryphnodendron adstringens (Mart. Coville e pata-devaca (Bauhinia forficata link sobre a germinação e desenvolvimento inicial de plântulas de tomate

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gisela Ferreira

    2009-07-01

    probabilidade. Não houve diferença em relação à porcentagem de germinação das sementes de tomate para os diferentes tipos de extrato. Em relação à velocidade média de germinação (VMG todos os tratamentos com extrato foliar fresco diferiram da testemunha. O TMG e a VMG apresentaram diferenças em relação ao extrato de folhas secas nas concentrações 25%, 75% e 100%. Todos os tratamentos apresentaram efeito inibitório sobre o comprimento da raiz primária.

  2. Desenvolvimento e mortalidade larval de Spodoptera frugiperda em folhas de milho tratadas com extrato aquoso de folhas de Azadirachta indica Larval development and mortality of Spodoptera frugiperda fed on corn leaves treated with aqueous extract from Azadirachta indica leaves

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Afonso Viana

    2003-01-01

    Full Text Available Estudou-se o efeito do extrato aquoso de folhas de nim sobre o desenvolvimento e a mortalidade de lagartas recém-eclodidas de Spodoptera frugiperda. Para constatação do efeito de contato e de ingestão, as lagartas foram pulverizadas e as folhas de milho submersas no extrato (10 mg.mL-1 em laboratório e/ou pulverizadas no campo com um pulverizador de CO2. Partes de folhas de milho tratadas foram colocadas em copos plásticos para alimentar as lagartas e trocadas a cada dois dias. Adjuvantes foram adicionados ao extrato visando melhorar sua aderência às superfícies tratadas. Os parâmetros avaliados foram a mortalidade e o desenvolvimento larval. As folhas de milho submergidas e pulverizadas com o extrato causaram elevada mortalidade (100% e prejudicaram o desenvolvimento das lagartas sobreviventes. Na avaliação realizada 10 dias após a aplicação, o espalhante adesivo e o óleo de soja misturados ao extrato melhoraram a eficiência deste. A mortalidade das lagartas ocorreu três dias após a aplicação do extrato e a sua pulverização diretamente sobre o inseto não prejudicou o desenvolvimento larval. O extrato aquoso de nim mostrou-se com potencial para o controle de S. frugiperda.The effect of aqueous extracts from neem leaves and spraying adjuvants were evaluated on development and mortality of neonate S. frugiperda larvae. Corn leaves were dipped in the aqueous extract (10 mg.mL-1 in the laboratory and/or sprayed in the field with a CO2 sprayer and placed in plastic cup for larvae rearing. The treated corn leaves were replaced every other day. Corn leaves submerged and sprayed with the extract caused high larval mortality (100% and showed a negative effect on the larval development. The spreading agent and soybean oil mixed with neem extract improved larval mortality at the end of the 10-day period. The aqueous extract caused lethal effect on S. frugiperda larvae after three days of the application and sprayed directly on the

  3. Management of crotalaria and pigeon pea for control of yam nematode diseases Manejo da crotalária e do guandu no controle de nematoses do inhame

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marlon da Silva Garrido

    2008-09-01

    sido indicado para os pequenos produtores de inhame do Nordeste do Brasil pelo seu alto custo e riscos a saúde. A utilização de plantas, com efeito, antagônico a fitonematóides e de adubos verdes que melhoram as características químicas, físicas e biológicas do solo, pode ser uma alternativa viável e de baixo custo para o controle de fitonematóides por pequenos produtores. Este trabalho teve como objetivo, avaliar o efeito da crotalaria (Crotalaria juncea e do feijão guandu (Cajanus cajan no controle das nematoses associadas à cultura do inhame. Foram montados três ensaios, sendo o primeiro in vitro, para avaliar o efeito nematóstatico e nematicida do extrato da matéria seca e fresca da parte aérea da crotalária, do guandu e da combinação de ambos; o segundo, em casa de vegetação para avaliar o efeito da incorporação ao solo da parte aérea de crotalária, de guandu e da combinação de ambos, na infectividade do Scutellonema bradys, utilizando-se o tomateiro como planta hospedeira, e o terceiro experimento foi conduzido no campo, para se avaliar o efeito do cultivo e incorporaç��o da crotalária, do guandu e da combinação de ambos, nas