WorldWideScience

Sample records for escolhidos pela mulher

  1. Apoio no nascimento: percepções de profissionais e acompanhantes escolhidos pela mulher Support during childbirth: perception of health care providers and companions chosen by women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Odaléa Maria Brüggemann

    2007-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever a percepção de profissionais da saúde sobre prestar assistência à parturiente na presença do acompanhante por ela escolhido, e a percepção dos acompanhantes sobre essa experiência. MÉTODOS: Realizou-se estudo qualitativo, a partir de ensaio clínico randomizado controlado. A amostra estudada foi intencional e definida por saturação de informação. Foram entrevistados 11 profissionais da saúde e 16 acompanhantes no centro obstétrico de uma maternidade em Campinas, SP, de outubro de 2004 a março de 2005. Empregou-se a técnica de análise temática de discurso, utilizando-se as figuras metodológicas: idéia central, expressões-chave e o discurso do sujeito coletivo. RESULTADOS: Entre as idéias centrais dos profissionais destacaram-se: não houve diferença em prestar assistência com acompanhante durante o trabalho de parto e parto; com o acompanhante ocorreram mudanças positivas na assistência; o acompanhante dá apoio emocional à parturiente, que fica mais satisfeita, segura e tranqüila; existem muitos aspectos positivos no comportamento e participação das parturientes com acompanhante; o acompanhante não causou problema e fez o profissional ter atitude mais humana e menos rotineira. As principais idéias centrais dos acompanhantes foram: sentimentos positivos, emoção, satisfação com a experiência; poder ajudar ao dar apoio emocional; sentir-se bem recebido pelos profissionais. CONCLUSÕES: Os profissionais da saúde consideraram importante o apoio do acompanhante não tendo sido observado problema em prestar assistência na sua presença. Os acompanhantes se sentiram satisfeitos e recompensados com a experiência. Não foram detectados conflitos de opinião entre os envolvidos.OBJECTIVE: To understand health care providers' perception on managing laboring women in the presence of a labor companion of their choice, and the labor companion's perception of this experience. METHODS: A qualitative

  2. Alocação de tempo em trabalho pelas mulheres brasileiras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vívian dos Santos Queiroz

    2015-12-01

    Full Text Available Resumo Este artigo investiga a alocação de horas de trabalho pelas mulheres brasileiras usando dados da PNAD de 2011. Para tanto, são utilizadas duas estratégias empíricas: modelos heckit e double hurdle, que permitem a estimação conjunta da participação da mulher na força de trabalho e quantidade de horas de trabalho. Os principais resultados indicam que o ciclo de vida, como casamento, maternidade e construção da família reduzem a oferta de trabalho das mulheres. Entretanto, a educação, condição de chefe de família e acesso a creches colaboram para aumentar a inserção feminina no mercado de trabalho. Já a renda do esposo apresenta efeito negativo sobre a decisão de trabalho da mulher. Portanto, para estimular a entrada das mulheres no mercado de trabalho, as políticas públicas devem ser formuladas visando aumentar o investimento em educação da mulher e ampliar a oferta de creches como forma de dar suporte ao cuidado das crianças na primeira infância.

  3. O papel exercido pela mulher no comércio do centro de Tubarão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jéssica Lippert Policarpo

    2012-03-01

    Full Text Available O presente artigo destaca os resultados parciais obtidos no Projeto de Iniciação Científica da Faculdade Senac Tubarão 2011, o qual investiga o papel exercido pela mulher no comércio de rua do Centro de Tubarão. Para tanto, far-se-á um retrospecto da evolução da atuação feminina em sociedade, sobretudo, no mundo corporativo. Em seguida, será exposta a metodologia do trabalho, bem como os resultados parciais alcançados. No que diz respeito à metodologia, este artigo apoia-se, inicialmente, em pesquisa bibliográfica e, posteriormente, na pesquisa. A primeira parte envolveu a aplicação de questionário junto a um contingente de gestores do universo de pesquisa proposto. Percebeu-se, neste contingente (parte do grupo de gestores entrevistados, que os homens têm prevalência na gestão dos estabelecimentos comerciais, embora seja crescente a participação da mulher no comando dessas organizações. 

  4. Violência intrafamiliar em mulheres grávidas: a identificação pela enfermeira obstétrica

    OpenAIRE

    Ana Beatriz Campos Medina

    2007-01-01

    Este estudo teve como objeto a identificação pela enfermeira obstétrica de situações de violência intrafamiliar vivenciadas pela mulher grávida. A busca pelos aspectos que envolvem a identificação da violência intrafamiliar no período gestacional surge a partir da prática como enfermeira obstétrica no pré-natal, onde as situações de violência à mulher estão presentes em suas relações interpessoais. Para atender ao objeto em questão foram traçados os seguintes objetivos: Descrever a percepção ...

  5. As repercussões corporais vivenciadas pela mulher com câncer de mama decorrentes do tratamento quimioterápico: uma análise à luz da Teoria de Sister Callista Roy

    OpenAIRE

    Marcela Dutra da Silva

    2013-01-01

    O câncer de mama constitui-se no câncer mais frequente na população feminina mundial e brasileira. A quimioterapia antineoplásica encontra-se entre as formas de tratamento mais temidas pela mulher à medida que experimenta efeitos colaterais agressivos. O estudo tem como objetivos: identificar as repercussões corporais decorrentes do tratamento quimioterápico que são reconhecidas pelas mulheres; descrever os mecanismos de enfrentamento que a mulher com câncer de mama utiliza para lidar com ess...

  6. Sentimentos de mulheres sobre as alterações causadas pela mastectomia Women´s feelings about the changes caused by mastectomy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kamilla Abrantes de Sousa

    2016-10-01

    Full Text Available Objetivo: Estudo objetivou analisar os sentimentos de mulheres de um grupo de apoio sobre as alterações causadas pela mastectomia. Método: Estudo do tipo descritivo com abordagem qualitativa, realizado em um grupo de apoio à mulheres mastectomizadas em Cajazeiras, no estado da Paraíba, Brasil, em junho e julho de 2014, com 20 sujeitos. Utilizou-se uma entrevista semiestruturada para coleta de dados. A análise foi feita através do processo metodológico do Discurso do Sujeito Coletivo. Resultados: Evidenciou-se que as mulheres adotaram uma maneira singular de enfrentamento do câncer de mama variando entre sentimentos negativos, preocupação em se afastar dos filhos, maior aproximação da espiritualidade e aceitação da doença com naturalidade. Conclusão: É importante destacar que a partir da compreensão destes sentimentos, o enfermeiro poderá construir um plano de cuidados adequado às necessidades de saúde deste público alvo, proporcionando assim uma ação mais eficiente, eficaz e humana.

  7. Uso da informação no processo de tomada de decisão pelas mulheres gestoras da reitoria do IFPB

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valmira Perucchi

    2012-01-01

    Full Text Available Considerando as informações como elemento de fundamental importância para o funcionamento das organizações, com ênfase para atividades de gestão, construímos essa pesquisa com o objetivo de investigar de que maneira se dá o uso da informação pelas gestoras da Reitoria do IFPB. Para tanto, utilizamos uma investigação bibliográfica e uma pesquisa de campo cuja abordagem dos dados deu-se de forma quantitativa e qualitativa. Os resultados apontaram para um equilíbrio com relação à quantidade de mulheres ocupando cargo de gestão, pois dos 56 cargos de gestão, 43% são ocupados por mulheres. Observamos também que as gestoras têm um bom nível de formação onde somente 11% têm apenas a graduação, as demais são especialistas, mestras e doutoras. Quanto ao uso das informações pelas gestoras, os resultados se apresentam frustrantes tendo em vista que nos dias atuais, ainda não conseguem ter suas necessidades de informação atendidas. Palavras-chave Uso da informação; Direito trabalhista das mulheres; Mercado de trabalho; Mulheres gestoras; Mulher no serviço público Abstract Taking into account information as element of noteworthy importance for the functioning of the organizations, with emphasis on management activities, this research was conducted with the aim to investigate how the female managers of the IFPB deanship use information. For this reason, we carried out a bibliographical investigation as well as a field research whose data were analyzed according to the quantitative and qualitative approaches. The results pointed out a balance in relation to the amount of women in management tasks. In a total of 56 management duties, 43% have women in charge of. We also noticed that the female managers present a good level of education considering that only 11% have the undergraduation course; the other ones hold post-graduation diplomas, such as: specialization, master and doctorate. As concerns the use of information

  8. Carências e desejos: estudo sobre a opção pela esterilização entre mulheres residentes na Região Sul do Município de São Paulo, em 1992

    OpenAIRE

    Pirotta,Katia C. M.; Schor,Néia

    1999-01-01

    O presente estudo teve por objetivo discutir a opção das mulheres pela esterilização cirúrgica. A amostra constituiu-se em 215 mulheres esterilizadas, residentes na Região Sul do Município de São Paulo, em 1992. Foram analisadas variáveis referentes ao uso de métodos anticoncepcionais anteriormente à esterilização, aos motivos desta opção e à satisfação com a esterilização. Das mulheres que eram usuárias de métodos reversíveis antes da esterilização, 67% referiu a pílula. 67% das mulheres ref...

  9. Mulheres soropositivas para o HIV e seus companheiros frente à decisão pela gestação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Peixoto Cordova

    Full Text Available Estudo exploratório descritivo, com abordagem qualitativa, que objetivou investigar os motivos que levam mulheres soropositivas para o HIV e seus companheiros a decidirem engravidar, tendo em vista o risco da transmissão vertical e da contaminação ou reinfecção do parceiro. Participaram do estudo seis gestantes. A coleta de dados foi realizada por questionário semiestruturado, sendo os dados organizados no software NVivo 2.0 e interpretados por meio da análise de conteúdo do tipo temática. Da análise emergiram três temas: Planejamento da Gravidez; Conhecimento sobre Transmissão e Tratamento do HIV/AIDS; Vivendo no Contexto HIV/AIDS. A importância do estudo reside no fato de que, apesar do risco da transmissão vertical e da contaminação do parceiro ser conhecido pelo casal, isto não interfere no desejo de serem pais.

  10. Mulheres soropositivas para o HIV e seus companheiros frente à decisão pela gestação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Peixoto Cordova

    2013-02-01

    Full Text Available Estudo exploratório descritivo, com abordagem qualitativa, que objetivou investigar os motivos que levam mulheres soropositivas para o HIV e seus companheiros a decidirem engravidar, tendo em vista o risco da transmissão vertical e da contaminação ou reinfecção do parceiro. Participaram do estudo seis gestantes. A coleta de dados foi realizada por questionário semiestruturado, sendo os dados organizados no software NVivo 2.0 e interpretados por meio da análise de conteúdo do tipo temática. Da análise emergiram três temas: Planejamento da Gravidez; Conhecimento sobre Transmissão e Tratamento do HIV/AIDS; Vivendo no Contexto HIV/AIDS. A importância do estudo reside no fato de que, apesar do risco da transmissão vertical e da contaminação do parceiro ser conhecido pelo casal, isto não interfere no desejo de serem pais.

  11. Influência de um programa de atividade física de longa duração sobre a força muscular manual e a flexibilidade corporal de mulheres idosas

    OpenAIRE

    Rebelatto,JR; Calvo,JI; Orejuela,JR; Portillo,JC

    2006-01-01

    Objetivo: O presente trabalho examinou a influência de um programa de exercícios físicos prolongados (dois anos) sobre a força muscular e a flexibilidade corporal de mulheres idosas (60-80 anos), não institucionalizadas, da Província de Salamanca (Espanha). Método: Participaram 32 sujeitos, escolhidos dentre os participantes do Programa de Revitalização Geriátrica desenvolvido pela Universidade de Salamanca. Os critérios para escolha dos sujeitos foram: serem do sexo feminino, terem entre 60 ...

  12. Prevalência e fatores associados à anemia em crianças e mulheres atendidas pela estratégia de Saúde da Família no Maranhão

    OpenAIRE

    Maria Tereza Borges Araujo Frota

    2013-01-01

    Introdução - A anemia é considerada um dos maiores problemas de saúde pública da atualidade, afetando as populações de quase todos os países, sobretudo aqueles onde predominam padrões dietéticos deficientes e fatores ambientais adversos. Objetivo - Investigar a prevalência e os fatores associados à anemia em crianças menores de cinco anos e mulheres em idade reprodutiva entre a população atendida pela Estratégia da Saúde da Família (ESF), no estado do Maranhão. Métodos Foi realizado um estud...

  13. Mulheres, saúde e uso de crack: a reprodução do novo racismo na/pela mídia televisiva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda dos Santos de Macedo

    2015-12-01

    Full Text Available A discussão engendrada neste artigo versa sobre as possíveis relações entre os discursos veiculados na mídia televisiva sobre a atenção à saúde, enfocando mulheres que fazem uso de crack e na reprodução do "novo racismo" - expressão empregada no campo dos Estudos Críticos do Discurso. Ainda, observamos as possíveis interlocuções do novo racismo com os discursos relacionados aos direitos sexuais e reprodutivos. Trata-se de um levantamento de documentos de domínio público, que tem como referencial teórico-metodológico os Estudos Críticos do Discurso, assim como os pressupostos da Psicologia Social Crítica em articulação com os Estudos de Gênero. Concluímos que quando o discurso midiático em foco, transmissor da ideologia das elites simbólicas, aborda as mulheres que usam crack na gravidez como um problema social desvinculado do contexto histórico, político e sociocultural, reproduz um novo racismo. Em virtude do caráter de legitimidade dos meios de comunicação de massa, as atitudes racistas são compartilhadas na sociedade, aprofundando-se, assim, as iniquidades sociais e as discriminações de gênero.

  14. Esporte e mulher

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lino Castellani Filho

    1989-01-01

    Full Text Available Motivados pelas comemorações atinentes ao 8 de março - Dia Internacional da Mulher - assumimos o desafio de tecermos considerações acerca da muiher e o esporte, fenômeno cultural esse, alvo de nossos estudos por estar inserido no nosso campo de atuação profissional.

  15. Información recibida por las mujeres diagnosticadas de cáncer de mama Informação recebida pelas mulheres diagnosticadas com câncer de mama Information received from women diagnosed with breast cancer

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    RAFAELA BLANCO SÁNCHEZ

    2011-07-01

    Full Text Available Objetivo: analizar la información que reciben las mujeres que adolecen de cáncer de mama. Ilustrar qué entienden de dichas explicaciones. Analizar qué dificultades tienen los profesionales para transmitir la información del proceso. Metodología: cualitativa fenomenológica. Se realizaron 34 entrevistas en profundidad (a 29 mujeres, 1 hombre y 4 médicos en los servicios específicos del Hospital Vall d'Hebron y en ginecología del Centro de Atención Primaria de Salud La Mina de Barcelona, entre 2004 y 2006. El rango de edad era entre 20 y 69 años. Resultados: de acuerdo con el nivel de instrucción se distribuyen las mujeres en 5 grupos: que explican errores médicos; profesionales sanitarios enfermos; amas de casa, con estudios primarios incompletos; con estudios de enseñanza secundaria; con estudios universitarios y diversidad de profesiones. Mujeres y profesionales explican la dificultad de dar y recibir información. Discusión: se coincide con otros autores que decir la verdad debería ser un proceso individualizado, siempre difícil, en el que el enfermo lleva la iniciativa, pone límites y gradúa las preguntas y los silencios. La información profesional debe conseguir el mayor bien posible para el enfermo. Conclusiones: las mujeres tienen miedo a recidivas; este aumenta cuando no confían en la información que reciben del equipo que las está tratando. Las universitarias desean recibir la información sin paternalismos. Las mujeres con instrucción primaria desean que verifiquen que esta fue entendida.Objetivo: Analisar a informação que é recebida pelas mulheres afetadas pelo câncer de mama. Indicar o que é que elas entendem dessas explicações. Analisar quais são as dificuldades que afrontam os profissionais para transmitir a informação sobre o processo. Metodologia: qualitativa fenomenológica. 34 entrevistas foram feitas de forma particularizada (a 29 mulheres, um homem e quatro médicos na unidade de Servi

  16. Restrições causadas pela incontinência urinária à vida da mulher Restricciones ocasionadas por la incontinencia urinaria en la vida de la mujer Urinary incontinence restrictions in women's life

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Helena Baena de Moraes Lopes

    2006-03-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi identificar as restrições causadas pela incontinência urinária (IU à vida da mulher, considerando-se o tipo de incontinência, e verificar como manejam este problema. Trata-se de uma análise secundária de dados obtidos em estudo anterior, coletados por meio de entrevista com perguntas abertas e fechadas. A amostra foi composta por 164 mulheres com queixa de IU, internadas em clínicas de ginecologia e urologia de dois hospitais-escola da cidade de Campinas, SP. Apresentavam idade entre 25 e 85 anos e 104 (64% referiram uma ou mais restrições. Citaram alterações nas atividades sexuais (40,9%, sociais (33,5%, domésticas (18,9% e ocupacionais (15,2%. A incontinência urinária mista e a de urgência forem as que mais afetavam a vida das mulheres. A estratégia mais utilizada para minimizar a IU foi o uso de forro e/ou absorvente higiênico. Concluiu-se que a IU tem implicações negativas no cotidiano dessas mulheres.En este estudio se tuvo como objetivo identificar las restricciones causadas por la incontinencia urinaria (IU en la vida de la mujer, considerándose el tipo de incontinencia, y verificar cómo manejan este problema. Se trata de un análisis secundario de datos obtenidos en un estudio anterior, recolectados por medio de entrevista con preguntas abiertas y cerradas. La muestra estuvo compuesta por 164 mujeres con queja de IU, internadas en clínicas de ginecología y urología de dos hospitales docentes de la ciudad de Campinas, SP. Las mujeres tenían entre 25 y 85 años de edad, habiendo relatado 104 (64% de ellas una o más restricciones. Citaron alteraciones en las actividades sexuales (40,9%, sociales (33,5%, domésticas (18,9% y ocupacionales (15,2%. La incontinencia urinaria mixta y la de urgencia fueron las que más afectaban la vida de las mujeres. La estrategia más utilizada para minimizar la IU fue el uso de paños y/o toallas higiénicas. Se concluyó que la IU tiene implicancias

  17. Prevalência de Chlamydia trachomathis em amostras endocervicais de mulheres em São Paulo e Santa Catarina pela PCR Prevalence of Chlamydia trachomatis in endocervical samples by PCR in São Paulo and Santa Catarina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcos Edgar Herkenhoff

    2012-10-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Nenhuma outra doença sexualmente transmissível (DST tem mostrado frequência tão elevada quanto a infecção por Chlamydia trachomatis (CT. É frequente a detecção de mulheres portadoras de danos tubários causados por esse agente, determinando infertilidade permanente e as intervenções cirúrgicas não têm demonstrado sucesso em reparar esses danos. A reação em cadeia da polimerase (PCR se mostrou mais sensível do que a cultura para a identificação de CT, principalmente em cervicite clamidiana nas mulheres. A PCR promove a detecção de sequências específicas de nucleotídeos para a CT. OBJETIVO: Analisar a prevalência de infecções causadas pela CT em mulheres nos estados de São Paulo e Santa Catarina utilizando amostras endocervicais. MATERIAIS E MÉTODOS Utilizaram-se para o presente trabalho amostras enviadas pelos laboratórios conveniados ao Genolab, pertencentes aos estados de São Paulo e de Santa Catarina. Foram consultados os resultados dos laudos de exames para CT oriundos do banco de dados do Genolab no ano de 2010. Para a obtenção e o isolamento do ácido desoxirribonucleico (DNA, utilizou-se a técnica de fenol-clorofórmio e para a amplificação do material genético, a técnica de PCR. RESULTADOS: Obteve-se uma amostra de 287 indivíduos, e desse total 56,45% das mulheres eram positivas. A amostra que obteve o maior número de positivos foi o swab endocervical, com 75%. CONCLUSÃO: As amostras biológicas provenientes do endocérvix apresentaram detecção eficiente da CT na população feminina. A alta prevalência salienta a importância no emprego do diagnóstico molecular, principalmente por este trabalho apontar esse aspecto.INTRODUCTION: No other sexually transmitted disease (STD has been as frequent as Chlamydia trachomatis (CT infection. Tubal damage caused by this agent has been frequently detected among women. This infection causes permanent infertility. Furthermore, surgical

  18. Itinerário percorrido pelas mulheres na descoberta do câncer Camino recorrido por las mujeres en la descubierta del cáncer The journey experienced by women through a cancer diagnosis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Aparecida Salci

    2009-09-01

    Full Text Available Este estudo se propõe a desvelar o itinerário vivenciado pelas mulheres no processo de descoberta do diagnóstico de câncer. Como estratégia teórico-metodológica, foram utilizados o Interacionismo Simbólico e a Grounded Theory. Foram informantes do estudo 20 indivíduos 10 mulheres portadoras de câncer e seus respectivos familiares significantes. Os resultados mostram desde o momento em que elas vivenciam as primeiras percepções sobre a alteração fisiológica em seu corpo, passando pela busca de ajuda profissional, até o recebimento do diagnóstico de câncer. O itinerário apresentado permite conhecer aspectos da realidade experienciada anteriormente ao recebimento do diagnóstico e ressalta a importância de os profissionais valorizarem mais as queixas das pessoas que os procuram, percebendo que se esta procura aconteceu é porque a pessoa está preocupada. Esta atitude pode favorecer a identificação precoce do problema e, por conseguinte, garantir melhor prognóstico e qualidade de vida.Este estudio propone revelar el camino vivido por las mujeres en el proceso de descubierta del diagnóstico de cáncer. Como estrategia teórico-metodológica fueron utilizados el Interaccionismo Simbólico y la Grounded Theory. Fueron investigados durante el estudio 20 individuos 10 mujeres portadoras de cáncer y sus respectivos familiares próximos. Los resultados muestran desde el momento en que ellas notan las primeras diferencias sobre la alteración fisiológica en su cuerpo, pasando por la búsqueda de ayuda profesional hasta el recibimiento del diagnóstico de cáncer. El camino presentado permite conocer aspectos de la realidad vivida anteriormente al recibimiento del diagnóstico y resalta la importancia de que los profesionales valoren más las quejas de las personas que los buscan, percibiendo que si esta búsqueda ocurrió es porque la persona está preocupada. Esta actitud puede facilitar la identificación precoz del problema y

  19. Conhecimento, atitudes e práticas de mulheres brasileiras atendidas pela rede básica de saúde com relação às doenças de transmissão sexual

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernandes Arlete Maria dos Santos

    2000-01-01

    Full Text Available Nos últimos anos tem-se observado aumento na prevalência da infecção pelo vírus da imunodeficiência humana entre mulheres brasileiras. O objetivo deste estudo foi o de determinar conhecimentos, atitudes e práticas de prevenção com relação às doenças de transmissão sexual (DST no que se refere a mulheres atendidas na rede primária de saúde de Campinas, São Paulo, para implementar futuras ações. Entre 249 mulheres entrevistadas, 10% disseram usar a camisinha e 7,6% relataram uso consistente. Apesar de a maioria das mulheres (87,6% referir a televisão como fonte de informação, a qualidade desta foi pobre para sensibilizá-las do risco das DST. A totalidade das mulheres expressou confiança no médico. Concluiu-se que as mulheres não optam pelo uso da camisinha para prevenção de DST/AIDS, utilizando-o, em geral, com a intenção de contracepção. É preciso implementar a adoção do diálogo informativo a respeito das DST/AIDS durante a consulta e inovar a forma e a qualidade das informações, de modo a viabilizar maior aderência da população às práticas do comportamento sexual seguro.

  20. A luta pela liberdade em casa e na rua : a construção do direito das mulheres a partir do projeto Promotoras Legais Populares do Distrito Federal

    OpenAIRE

    Fonseca, Lívia Gimenes Dias da

    2012-01-01

    Este trabalho trata sobre a prática da educação jurídica popular feminista realizada pelo projeto de Promotoras Legais Populares do Distrito Federal (PLPs/DF). A pergunta que se busca responder é se este projeto pode ser considerado como um espaço de construção de Direitos. No Capítulo 1 é realizado um resgate histórico do projeto de PLPs a partir da história das lutas das mulheres no Brasil o que possibilita percebê-lo como continuidade das lutas por reconhecimento dos Direitos das mulheres...

  1. (Insegurança das mulheres no conflito da ex-Iugoslávia: uma análise pela perspectiva da Psicologia Política e da Segurança Humana Feminista

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Núbia Sanches Martins

    2016-12-01

    Full Text Available O presente artigo busca fazer uma reflexão sobre as situações de insegurança das mulheres em contexto de conflito armado, o caso analisado será o da guerra civil na ex-Iugoslávia que durou de 1992 a 1995. As situações levantadas estão relacionadas à prática do estupro como estratégia de limpeza étnica e também às inseguranças econômicas durante e após a guerra. A hipótese levantada é de que as situações de insegurança as quais as mulheres experimentam em períodos de conflitos armados não são simples produto da guerra, mas são reflexo da estrutura social, que mesmo na ausência de conflitos, permite, tolera e incentiva as violências praticadas contra as mulheres. Portanto, conceitos como violência estrutural, violência institucionalizada e a violência simbólica serão pano de fundo dessa reflexão. Ademais, será utilizada a categoria analítica de gênero além da perspectiva da segurança humana feminista e da psicologia política.

  2. Um encontro de mulheres: dar à luz

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maysa Luduvice Gomes

    1998-09-01

    Full Text Available Este trabalho analisa a relação que se estabelece entre a mulher durante o processo de parturição e a enfermeira obstetra, mulher e agente institucional. Discute-se como a experência de submissão é vivenciada pela mulher, sujeito de um processo anátomo-fisiológico, e a forma pela qual se expressa o exercício do poder e dominação da instituição que a enfermeira representa sobre a mulher usuária. Expõe-se a submissão da mulher ao serviço e sua expectativa com relação ao momento do parto, ao medo da dor e aos maus tratos. Analisa-se o poder sutil e educado exercido pela enfermeira sobre a parturiente, mostrando também que é uma mulher que cuida de outra, expressando sua subjetividade, a qual é sufocada pelo padrão da racionalidade científica moderna. A abordagem foi qualitativa e os dados, coletados através da observação participante em entrevista semi-estruturada, foram analisados dialeticamente.

  3. Sida e a mulher

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cláudia Chaves

    2016-02-01

    Full Text Available Os padrões epidemiológicos da pandemia do VIH/SIDA estão a mudar, fazendo prever que, nos próximos anos, o ratio homem/mulher seja de 1:1. Isto é tanto mais verdade em localizações geográficas onde a transmissão do vírus por via heterossexual é a predominante, com particular relevância para os países em vias de desenvolvimento. De entre estes, África merece destaque, já que aí as cifras assustadoras relativas a esta doença traduzem, de facto, a precariedade da condição de mulheres e crianças.  As mulheres são, no presente, o grupo mais vulnerável à SIDA, não só pelas suas condições anatomofisiológicas, mas também pela sua situação social, económica e cultural. O seu papel na família, como cuidadora, parceira sexual e, eventualmente, mãe coloca-as face aos desafios de uma doença que, apesar de crónica, tem, ainda hoje, um desfecho fatal.  Simultaneamente vítima e portadora/mensageira da doença, a mulher é confrontada com os seus comportamentos passados ("vítima culpada" ou acaba por se ver presa numa teia de contaminações sucessivas. Com frequência, começa por ser contaminada pelo seu parceiro sexual (muitas vezes, como verdadeira "vítima inocente", já que desconhece condutas e passado do homem com quem vive, tornando-se, depois, ela própria, transmissora da doença aos filhos que, provavelmente, tanto quis proteger. Em 80% dos casos de SIDA pediátrica a génese pode ser encontrada na transmissão vertical.

  4. Mulheres na Expansão Colonial Portuguesa

    OpenAIRE

    Manso, Maria de Deus; Sarmento, Clara; Abraham Levi, Joseph

    2014-01-01

    Com base na produção epistolar e diarística de duas mulheres portugueses que viveram no Império Português, tentaremos recuperar a memória de um passado colonial e, particularmente, observar o papel nele desempenhado pela mulher.

  5. O papel exercido pela mulher nos estabelecimentos comerciais de um shopping center: um estudo comparativo com relação à atuação feminina no comércio de rua, em Tubarão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marília Köenig

    2013-03-01

    Full Text Available Este artigo destaca os resultados obtidos no Projeto de Iniciação Científica da Faculdade Senac Tubarão 2012, cujo objetivo foi perceber o perfil das mulheres que trabalham nas lojas integrantes do shopping center local (Farol Shopping. Em um segundo momento, faz-se um comparativo entre a análise dos dados coletados na pesquisa de 2012 com os resultados obtidos no PIC Senac em 2011, no qual se investigou o papel da mulher que atua no comércio de rua do Centro de Tubarão. Para tanto, as diferenças existentes entre os dois tipos de comércio (shopping e comércio de rua serão apresentadas. Questões relativas às diferenças entre os gêneros feminino e masculino (culturais e no mercado de trabalho serão também abordadas no trabalho. Em seguida, será exposta a metodologia e os resultados alcançados: o perfil de gestoras e colaboradoras das lojas do shopping, bem como o comparativo com o estudo realizado no comércio de rua do Centro de Tubarão. No que tange à metodologia, o artigo apoia-se em pesquisa bibliográfica e na pesquisa-diagnóstico, realizada no Farol Shopping. Percebeu-se, nesse contingente, que as colaboradoras atuantes no shopping têm idades entre 20 e 25 anos, sendo mais jovens do que as que trabalham no comércio de rua referente à pesquisa de 2011. Dentre as gestoras, tal realidade se repete; elas estão na faixa etária de 20 a 30 anos, têm, em parte, escolaridade maior e menor tempo de atuação na área do que as gestoras das lojas de rua entrevistadas na pesquisa anterior.

  6. Prevalência do risco para fraturas estimado pela ultra-sonometria óssea de calcâneo em uma população de mulheres brasileiras na pós-menopausa Prevalence of fracture risk estimated by quantitative ultrasound of the calcaneus in a population of postmenopausal women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia Pereira de Oliveira

    2007-02-01

    Full Text Available Observa-se uma forte tendência de envelhecimento da população mundial levando a um aumento da prevalência de doenças como a osteoporose e fraturas. O objetivo deste estudo foi determinar a prevalência de risco para fraturas estimado pela ultra-sonometria óssea de calcâneo em uma população de mulheres na pós-menopausa, residentes na Ilha de Paquetá, Rio de Janeiro, Brasil. Realizamos medidas antropométricas e ultra-sonometria óssea de calcâneo com aparelho Sonost 2000 em 385 mulheres pós-menopausadas. Observamos que 59,22% da amostra apresentava T-score A strong aging tendency is currently being observed in the world population, leading to an increase n the prevalence of such diseases as osteoporosis and fractures. This study aimed to determine the prevalence of fracture risk, estimated by quantitative ultrasound of the calcaneus in a population of postmenopausal women residing in the Ilha de Paquetá neighborhood of Rio de Janeiro, Brazil. We conducted anthropometric measurements and quantitative ultrasound of the calcaneus using Sonost 2000 in 385 postmenopausal women. Some 59.22% of the sample showed a T-score < -1, while 16.88% had T-score < -2.5. The test parameters varied with increasing age, with a statistically significant difference (p < 0.05 between fracture risk groups according to age, time since menopause, weight, BMI, and body fat. There was a correlation between sound velocity and BMI (r = 0.155; p = 0.002. We concluded that some 60% of the female study population showed some degree of fracture risk. The women at highest risk (T-score < -2.5 were older, with more time since menopause, and had higher weight and BMI as compared to the other groups.

  7. Conceitos de mulheres sobre sua menstruação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Yuri Shinohara

    1994-06-01

    Full Text Available Dando prosseguimento às pesquisas anteriores realizadas pelo Núcleo de Assistência para o Autocuidado da Mulher (NAAM sobre aspectos relativos à menstruação, desenvolvemos um trabalho que estudou os conceitos de 705 mulheres sobre sua menstruação. Foram utilizadas informações do banco de dados do NAAM, obtidos na aplicação do Histórico de Saúde da Mulher no Município de Vargem Grande Paulista. O conceito mais relatado pelas mulheres foi o Normal. Isto talvez explique os dados obtidos em trabalhos anteriores, onde muitas mulheres nada fazem para aliviar os sintomas dolorosos da menstruação. O acesso a estes conceitos próprios é importante para elaborar uma assistência de enfermagem de qualidade respeitando as crenças e valores dentro da cultura das mulheres.

  8. Queixa de perda urinária: um problema silente pelas mulheres Queja de pérdida urinaria: un problema silencioso para las mujeres Complaint of urinary loss: a silent woman's problem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giselle Maria Duarte Menezes

    2012-03-01

    Full Text Available O estudo buscou analisar a prevalência e interferência da incontinência urinária sobre a vida diária de mulheres de um Centro de Saúde em Fortaleza, Ceará. Estudo transversal, analítico e quantitativo na população (168 que realizou consulta para Hipertensão e/ou Diabetes em setembro de 2009. A coleta de dados ocorreu através de entrevista e aplicação do "International Consultationon Incontinence Questionnaire". Para análise inferencial utilizou-se testes qui-quadrado e exato de Fisher. Da análise amostral (59, resultaram mulheres: com idade entre 42 e 59 anos (52,5%, baixa escolaridade (55,9%, sem companheiro (57,6%, aposentada (50,8%, não fumantes (81,4% e peso aumentado (71,2%. Apenas escolaridade associou-se à incontinência. A prevalência foi 61,0%. Para 55,5% das incontinentes, perder urina interfere de forma grave ou muito grave em sua vida diária. A perda urinária ocorreu ao tossir ou espirrar (72,2% e antes de chegar ao banheiro (61,1%. A incontinência urinária apresentou alta prevalência, interferindo negativamente na vida das mulheres.El estudio buscó analizar la prevalencia e interferencia de la incontinencia urinaria en la vida diaria de las mujeres de un Centro de Salud en Fortaleza, Ceará, Brasil. Estudio transversal, analítico y cuantitativo en la población (168 que realizó consulta para Hipertensión y/o Diabetes en septiembre de 2009. La recolecta de datos se realizó mediante entrevista y aplicación del "International Consultationon Incontinence Questionnaire". Para análisis inferencial se utilizaron los test qui-cuadrado y exacto de Fisher. En el análisis de la muestra (59, fueron mujeres: con edad entre 42 y 59 años (52,5%, baja escolaridad (55,9%, sin compañero (57,6%, jubiladas (50,8%, no fumadoras (81,4% y con sobrepeso (71,2%. Solamente escolaridad se asoció a incontinencia. La prevalencia fue 61,0%. Para 55,5% de las incontinentes, perder orina interfiere de forma grave o muy grave en

  9. Health and poverty: health management by the woman Salud y pobreza: el control de la salud por la mujer Saúde e pobreza: o controle da saúde pela mulher

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria de la Luz Alvarez

    1992-04-01

    Full Text Available The goal this follow-up study was to relate the mother's marital satisfaction to family health status in a low SES. The random sample was made up of 30 families with children under 7 years old: 15 considered as sick (Group A and 15 as healthy (Group B. Both group had similar demographic characteristics (age of father and mother, persons per family group and age of children and SES. Results showed that mothers were those mainly in charge of their family groups. Mothers of Group A were significantly less understanding and more dissatisfied than those of Group B ( p El objetivo de este estudio de seguimiento fue relacionar la satisfacción de la madre en su vida marital con el estado de salud de su familia en el nivel socioeconómico (NSE bajo. La muestra estuvo formada por 30 familias con niños menores de 7 años: 15 consideradas "enfermas" (Grupo A y 15 "sanas" (Grupo B. Ambos grupos eran similares en sus características demográficas (edad del padre y de la madre, nº de personas en el grupo familiar y edad de los hijos y NSE. Los resultados mostraron que las madres eran principalmente las encargadas de la salud familiar. Las madres del Grupo A eran significativamente menos comprendidas y más insatisfechas que aquellas del Grupo B (p Foi realizado estudo prospectivo relacionando a satisfação da mãe com sua vida marital e o estado de saúde da família de nível socioeconômico baixo. A amostra estudada consistiu de 30 famílias com crianças menores de 7 anos: 15 consideradas "doentes" (grupo A e 15 "sãs" (grupo B. Os dois grupos não diferiram em relação à idade dos pais, número de pessoas na família, idade das crianças e nível socioeconômico. Os resultados mostraram que as mães eram responsáveis pela saúde da família. As do grupo A eram significativamente menos compreendidas e eram menos satisfeitas que as do grupo B (p < 0,05 e p < 0,01. As mães do grupo A brigavam mais com seus parceiros (p < 0,006 do que as do grupo B

  10. Detecção de HPV na mucosa oral e genital pela técnica PCR em mulheres com diagnóstico histopatológico positivo para HPV genital HPV detection in the oral and genital mucosa of women with positive histopathological exam for genital HPV, by means of the PCR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Therezita M. Peixoto Patury Galvão Castro

    2009-04-01

    Full Text Available A infecção do papilomavírus humano (HPV é uma das mais freqüentes doenças sexualmente transmissíveis em todo o mundo. A relação entre o HPV genital e oral permanece incerta, assim como o seu papel na carcinogênese oral. O objetivo deste estudo foi verificar a presença do DNA do HPV na mucosa oral e genital de mulheres com infecção genital por HPV, pela técnica de reação em cadeia de polimerase (PCR. FORMA DE ESTUDO: Coorte transversal. MATERIAL E MÉTODO: Trata-se de um estudo piloto, prospectivo, com 30 mulheres, idade de 14 a 51 anos, portadoras de infecção genital por HPV confirmada pelo exame de histopatológico. Todas as pacientes foram submetidas a exame e coleta por raspagem da cavidade oral e genital para pesquisa do DNA do HPV pela técnica PCR. RESULTADOS: Nenhuma das amostras da cavidade oral foi positiva para HPV, enquanto no genital, o HPV foi detectado em 17 (57% das 30 pacientes, principalmente o HPV 6b e 16. CONCLUSÃO: Os resultados mostraram maior porcentagem do HPV genital em relação à cavidade oral, e sugerem que o HPV genital não parece ser fator predisponente para a infecção oral no mesmo paciente.Infection by the Human Papilloma Virus (HPV is one of the most frequent sexually transmitted diseases all over the world. The relationship between oral and genital HPV remains uncertain, as it is with its role on oral carcinogenesis. The goal of the present investigation was to check for the presence of HPV DNA in the oral and genital mucosas of women with HPV genital infection, using the polymerase chain reaction (PCR. STUDY METHOD: Cross-sectional cohort. MATERIALS AND METHODS: this is a pilot and prospective study involving 30 women, aged between 14 and 51 years, with HPV genital infection, confirmed by histopathology. All the patients were submitted to the exam and sample collection by swabbing the oral and genital mucosas in order to test for HPV DNA through the PCR technique. RESULTS: none of the oral

  11. O olhar dos responsáveis pela política de saúde da mulher climatérica La mirada de los responsables por la política de la salud de la mujer climatérica The look of the responsible ones for the politics of health of woman climacterics

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Queli Lisiane Castro Pereira

    2009-06-01

    Full Text Available Trata-se de um estudo qualitativo, exploratório e descritivo que tem como objetivo identificar a busca das usuárias climatéricas do Sistema Único de Saúde por serviços e ações de saúde nos municípios da 3ª Coordenadoria Regional de Saúde do Rio Grande do Sul, na perspectiva dos responsáveis pela política da saúde da mulher. A procura das climatéricas caracterizou-se por ser em função dos sintomas e queixas típicos desta fase, e dúvidas quanto a uma possível gestação. Há de se procurar pôr em prática o direito constitucional da integralidade, preservando os direitos já conquistados pelas mulheres e ampliar os serviços assistenciais, para que possam corresponder, tanto quantitativa como qualitativamente, às demandas, às necessidades de promoção, prevenção e recuperação da saúde das usuárias do sistema de saúde brasileiro.Se trata de un estudio cualitativo, exploratorio y descriptivo como objetivo identificar la búsqueda de las climatéricas usuarias del sistema único de salud por servicios y acciones de salud en los municipios de la 3ª Coordinaciones Regional de Salud do Rio Grande do Sul, en la perspectiva de los responsables por la política de la salud de la mujer. La busca de las climatéricas se caracterizó por ser en función de los síntomas y quejas típicos de esta fase y, dudas cuanto a una posible gestación. Hay de buscarse por en práctica el derecho constitucional de la integridad, preservando los derechos ya conquistados por las mujeres y ampliar los servicios asistenciales, a fin de que puedan corresponder tanto cuantitativa como cualitativamente a las demandas, a las necesidades de promoción, prevención y recuperación de la salud de las usuarias del sistema de salud brasileño.It is about qualitative, exploratory and descriptive study with objective to identify to the search of the climacteric's using of the single health system for services and action of health in the cities of 3ª

  12. Brasil Mulher e Nós Mulheres: origens da imprensa feminista brasileira Brasil Mulher e Nós Mulheres: origins of the feminist press in Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosalina de Santa Cruz Leite

    2003-06-01

    Full Text Available Este artigo apresenta algumas reflexões sobre a imprensa feminista alternativa que surgiu no Estado de São Paulo, Brasil, na segunda metade dos anos 1970. Essa imprensa se tornou um espaço de expressão de uma linha política intimamente vinculada ao despertar das mulheres para as idéias feministas do período posterior à luta armada contra a ditadura no Brasil. Os jornais Brasil Mulher e Nós Mulheres retrataram, em seus artigos e editoriais, a luta pela anistia, pelas creches e pelas liberdades democráticas - todos símbolos da oposição contra o regime no período da ditadura militar. Além disso, eles incluíam matérias específicas, tais como violência doméstica, condições de trabalho das mulheres, direitos reprodutivos, aborto e sexualidade. Do ponto de vista do movimento popular e das organizações de mulheres, essa imprensa constitui, sem sombra de dúvida, uma fonte importante e ainda inexplorada para compreender o período considerado.This article presents some reflections about the feminist alternative press that appeared in the state of São Paulo, Brazil, in the second half of the 70's. The press was a space for expression of a special breed of politics that was closely linked to the awakening of women to feminist ideas in the period after the armed struggle against the Brazilian dictatorship. The journals Brasil Mulher and Nós Mulheres portray, in their articles and editorials, the fight for amnesty, for day nurseries, for democratic freedoms - all symbols of opposition against the regime in the era of military dictatorship. In addition they report on specific matters, such as, domestic violence, women's working-conditions, reproductive rights, abortion and sexuality. From the point of view of the popular movement and the women's organizations, the alternative press of women is without any doubt an important source, and still under-explored, for understanding the period considered.

  13. Prática do autocuidado vivenciada pela mulher hipertensa: um análise no âmbito da educação em saúde La práctica del autocuidado vivenciada por la mujer hipertensa: un análisis en el ámbito de la educación para la salud Self-care practice lived by hipertensive woman: analysis on the health education focus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Zélia Maria de Souza Araújo Santos

    2006-04-01

    Full Text Available A investigação abordou a prática do autocuidado vivenciada pela mulher hipertensa. Estudo exploratório-descritivo, fundamentado na teoria do autocuidado de Orem e desenvolvido com 200 mulheres hipertensas em uma instituição pública de saúde de Fortaleza-CE. Os dados foram coletados durante as consultas de enfermagem, organizados em categorias e analisados conforme os fundamentos da teoria escolhida. Na amostra pesquisada, cerca de 172 (86% mulheres descobriram sua hipertensão mediante sinais e sintomas relacionados ao climatério. Evidenciou-se ainda nas mulheres, déficit de conhecimento e aderência parcial ao tratamento, consequentemente prática ineficaz do autocuidado, em virtude desse déficit. Desta forma, conclui-se que a prática do autocuidado era influenciada pela idade, pelo estágio de desenvolvimento e por problemas sociais, financeiros e de saúde.La investigación abordó la práctica del autocuidado vivenciada por la mujer hipertensa. Estudio exploratorio-descriptivo, fundamentado en la teoría del autocuidado de Orem y desarrollado con 200 mujeres hipertensas en una institución pública de salud de Fortaleza-CE. Los datos fueron recogidos durante las consultas de enfermería, organizados en categorías y analizados de acuerdo a los fundamentos de la teoría escogida. En la muestra pesquisada, cerca de 172 (86% mujeres descubrieron su hipertensión mediante señales e síntomas relacionados al climaterio. Se evidenció además en las mujeres un déficit de conocimiento, adhesión parcial al tratamiento y una práctica ineficaz de autocuidado en virtud de ese déficit. De esa forma, conclúyese que la práctica del autocuidado era influenciada por la edad, por el estadio de desarrollo y por problemas sociales, financieros y de salud.This study approached the practice of self care lived by the women that suffer with high blood pressure. Descriptive-exploratory study which was inspired on the Orem's self-care theory and

  14. Biopolítica, gênero e organismos internacionais: mercado dos direitos das mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flávia Cristina Silveira Lemos

    2015-12-01

    Full Text Available Resumo Este artigo tem o objetivo de analisar práticas de governo das mulheres pela UNESCO e UNICEF a partir da perspectiva histórica e documental. Efetua-se uma crítica à instrumentalidade dos direitos das mesmas pelo gerenciamento neoliberal. Interroga-se a vertente do empreendedorismo proposto por estes organismos e também é analisado como estes órgãos regulam os corpos de mulheres pelas relações familiares, pela conjugalidade e pela educação dos filhos. Por fim, são problematizadas as articulações entre ações sexistas, o atravessamento de uma racionalidade biológica de gênero e o empoderamentos das mulheres na política para mediar conflitos na comunidade, em nome da segurança.

  15. Modulação pela progesterona da sensibilidade dolorosa a estímulos mecânicos e isquêmicos em mulheres saudáveis e jovens Modulation by progesterone of pain sensitivity to mechanical and ischemic stimuli in young and healthy women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elizabel de Souza Ramalho Viana

    2008-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: investigar a relação entre percepção da dor (limiar e tolerância à dor experimental em resposta à isquemia e à pressão em mulheres jovens e saudáveis com os níveis séricos dos hormônios sexuais femininos (estradiol e progesterona. MÉTODOS: 18 voluntárias participaram deste estudo durante três ciclos menstruais consecutivos. Para mensuração das respostas dolorosas aos estímulos algésicos de pressão e isquemia, utilizaram-se um algômetro de pressão e dinamômetro manual, respectivamente. Foram realizadas coletas de sangue para dosagem hormonal e de variáveis dolorosas durante três ciclos menstruais consecutivos, os quais foram caracterizados com base no registro da temperatura oral diária, diário dos ciclos menstruais contendo início e fim de cada ciclo e nos níveis plasmáticos de estradiol e progesterona. As médias aferidas para as variáveis algésicas foram comparadas pela análise de variância (ANOVA com pós-teste de Tukey-Kramer entre as fases do ciclo menstrual (folicular, periovulatória, luteal inicial, luteal tardia e menstrual. Para o estudo da correlação entre as variáveis algésicas e hormonais, utilizou-se o teste de Pearson. A significância estatística foi definida pelo limite pPURPOSE: to investigate the relationship between pain perception (experimental pain threshold and tolerance, in response to ischemia and pressure in young and healthy young women and female sexual hormone seric levels (estradiol and progesterone. METHODS: 18 volunteers have participated of this study, during three consecutive menstrual cycles. A pressure algometer and a manual dynamometer have been used to measure painful responses to pressure and ischemia algesic stimuli. Blood has been collected for assessment of both hormonal and painful variables, during three menstrual cycles, whose characterization was based on daily oral temperature record, a diary of the menstrual cycles with the onset and end of each

  16. A ORGANIZAÇÃO DAS MULHERES ASSENTADAS NO PONTAL DO PARANAPANEMA: O Caso da OMAQUESP

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Cristiane Valenciano

    2011-11-01

    Full Text Available A emergência da OMAQUESP (Organização de Mulheres Assentadas e Quilombolas do Estado deSão Paulo, como parte do movimento social envolvido na luta pela terra, nos desperta atenção, comênfase ao seu processo de formação e sua organização na região do Pontal do Paranapanema, bemcomo, os objetivos para os quais está voltada essa organização de mulheres trabalhadoras rurais.Nos propomos apreender os desdobramentos das atividades desenvolvidas pelas mulheres e a suaimportância para a construção de novas relações de gênero nos espaços de socialização, quaissejam, assentamentos que são atualmente, palco para o incremento de várias atividades praticadaspelas mulheres.

  17. A vivência de mulheres no parto domiciliar e hospitalar La vivencia de mujeres en el parto domiciliar y hospitalario Women experience with home and hospital childbirth

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cilene Delgado Crizóstomo

    2007-03-01

    Full Text Available Estudo com abordagem qualitativa, objetivando compreender na vivência das mulheres a experiência do parto normal domiciliar e hospitalar bem como discutir a vivência das mulheres nos dois tipos de partos. Os sujeitos do estudo foram sete mulheres multíparas residentes em Batalha PI, e o instrumento utilizado foi um roteiro semi-estruturado com a técnica da entrevista. Os resultados revelaram que os partos domiciliares vivenciados pelas mulheres aconteceram mais rápido, de forma natural, sem intervenções e assistidos por parteiras ou por suas mães. As posições de preferência durante o parto domiciliar foram na rede e no assento, e os partos hospitalares foram laboriosos, complicados e com intervenções traumáticas. A melhor posição e o melhor local do parto escolhidos pelas entrevistadas foram na rede e o domicílio, respectivamente. Conclui-se que o parto domiciliar foi natural e humanizado, já o parto normal hospitalar foi conduzido pelos profissionais com intervenções sem a participação ativa das parturientes, tornando-o traumático, desumano e de risco.Estudio con abordaje cualitativo, objetivando entender la experiencia de mujeres en parto natural en el domicilio y en el hospital, en cuanto se discute la experiencia de las mujeres en ambos tipos de parto. Los sujetos del estudio fueron siete mujeres multiparas que viven en Batalha - Piauí - Brasil, y los instrumentos usados fueran un guión semi-estructurado con la técnica de la entrevista. Los resultados revelaron que los partos en el domicilio experimentados por las mujeres sucedieron más rápidamente, de una manera natural, sin intervenciones y asistido por parteras o por sus madres. Las posiciones preferidas durante el parto en el domicilio fueron en la red y en el asiento, y los partos en el hospital fueran laboriosos, complicados y con intervenciones traumáticas. La mejor posición y la mejor localización del parto, escogidos por las entrevistadas, fueron la

  18. Conhecimento, atitudes e práticas de mulheres brasileiras atendidas pela rede básica de saúde com relação às doenças de transmissão sexual Knowledge, attitudes, and practices of Brazilian women treated in the primary health care system concerning sexually transmitted diseases

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arlete Maria dos Santos Fernandes

    2000-01-01

    Full Text Available Nos últimos anos tem-se observado aumento na prevalência da infecção pelo vírus da imunodeficiência humana entre mulheres brasileiras. O objetivo deste estudo foi o de determinar conhecimentos, atitudes e práticas de prevenção com relação às doenças de transmissão sexual (DST no que se refere a mulheres atendidas na rede primária de saúde de Campinas, São Paulo, para implementar futuras ações. Entre 249 mulheres entrevistadas, 10% disseram usar a camisinha e 7,6% relataram uso consistente. Apesar de a maioria das mulheres (87,6% referir a televisão como fonte de informação, a qualidade desta foi pobre para sensibilizá-las do risco das DST. A totalidade das mulheres expressou confiança no médico. Concluiu-se que as mulheres não optam pelo uso da camisinha para prevenção de DST/AIDS, utilizando-o, em geral, com a intenção de contracepção. É preciso implementar a adoção do diálogo informativo a respeito das DST/AIDS durante a consulta e inovar a forma e a qualidade das informações, de modo a viabilizar maior aderência da população às práticas do comportamento sexual seguro.An increase has been observed in the prevalence of HIV infection among Brazilian women in recent years. This study focused on women's knowledge, attitudes, and practices towards prevention of sexually transmitted diseases (STDs in the primary health care system in Campinas, São Paulo. Of the 249 women interviewed, 10% reported condom use, while consistent use was reported by 7.6%. Although most women reported receiving information from television (87.6%, the quality of such information was insufficient to sensitize women as to their risk of exposure to STD. Most of the women reported physician confidence as an important factor. We conclude that women do not opt for condoms to prevent STD/AIDS, but as a contraceptive method. An instructive dialogue on STD/AIDS should be adopted during physician consultation, and the kind and quality of

  19. Mulheres em movimento

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carneiro Sueli

    2003-01-01

    Full Text Available ESSE artigo busca demarcar a trajetória de luta das mulheres negras brasileiras no interior do movimento feminista nacional. Trata-se de colocar em questão a perspectiva feminista clássica fundada numa concepção universalista de mulher, que tem o seu paradigma na mulher branca ocidental, o que obscurece a percepção das múltiplas contradições intragênero e entre gêneros que a racialidade aporta. Dessas contradições, impõem-se para as mulheres negras a sua afirmação como um novo sujeito político, portador de uma nova agenda, esta resultante de uma identidade específica na qual se articulam as variáveis de gênero, raça e classe, colocando novos e mais complexos desafios para realização da eqüidade de gênero e raça em nossa sociedade.

  20. Sexualidade no período climatérico: situações vivenciadas pela mulher Sexualidad en el período cilmatérico: situaciones vivenciadas por la mujer Sexuality in the climateric period: situations experienced by women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Rodrigues Fernandez

    2005-06-01

    Full Text Available Estudo de caráter descritivo,com o objetivo de identificar os aspectos que as mulheres atendidas em um Serviço de Ginecologia e Obstetrícia consideram como positivos e negativos no exercício de sua sexualidade, na fase do climatério. Os dados foram coletados através de entrevista individual, utilizando-se da técnica de incidentes críticos. As 45 mulheres entrevistadas mencionaram 86 situações, sendo 41 (47,7% consideradas positivas e 45 (52,3% negativas. As situações foram classificadas em três categorias: relacionamento a dois, ato sexual e mulher - ser social. Os resultados evidenciaram que elas priorizam a valorização da qualidade do relacionamento e da manifestação da emoção no contexto romântico. Destacaram a insatisfação com a auto-imagem e a presença da dominação sexual do homem sobre a mulher. O estudo possibilitou uma compre-ensão mais abrangente sobre o climatério, oferecendo subsídios para a assistência à saúde da mulher contemplando a dimensão sexual.Estudio de carácter descriptivo realizado con el objetivo de identificar los aspectos que las mujeres, atendidas en un Servicio de Ginecología y Obstetricia, consideran como positivos y negativos en el ejercicio de su sexualidad, en la fase del climaterio. Los datos fueron recolectados por medio de entrevista individual, utilizándose la técnica de incidentes críticos. Las 45 mujeres entrevistadas mencionaron 86 situaciones, siendo 41 (47,7% consideradas positivas y 45 (52,3%, negativas. Las situaciones fueron clasificadas en tres categorías: relación a dos, acto sexual y mujer - ser social. Los resultados permiten evidenciar que esas mujeres priorizan la valorización de la calidad del relacionamiento y de la manifestación de la emoción en el contexto romántico. Destacaron la insatisfacción con su auto-imagen y la presencia del dominio sexual masculino sobre el femenino. El estudio posibilitó una comprensión más amplia respecto al climaterio

  1. A avaliação da rede venosa pela enfermagem em mulheres com câncer ginecológico durante o tratamento quimioterápico Evaluación de la red venosa por la enfermería en mujeres con cáncer ginecológico durante el tratamiento de quimioterapia Venous network assessment by nursing in women with gynecological cancer during chemotherapy treatment

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiane Regina Soares

    2012-06-01

    Full Text Available Estudo de abordagem exploratória e descritiva que teve como objetivos: avaliar a rede venosa das mulheres com câncer cérvico uterino, no início e ao final do tratamento quimioterápico; analisar a ocorrência de flebite provocada pelas drogas utilizadas nos protocolos de quimioterapia neoadjuvante e adjuvante e relacionar os tipos de veia com os dispositivos mais utilizados, tempo de permanência e intercorrências. Utilizou-se um instrumento de avaliação da rede venosa para os membros superiores. Foram incluídas 20 mulheres atendidas em um hospital de ensino do interior do Estado de São Paulo. A avaliação da rede venosa demonstrou poucas alterações, e a intercorrência mais frequente foi o hematoma (60%. Os resultados deste estudo apontam para aspectos da prática de enfermagem relacionados à administração de quimioterápicos e ressaltam a necessidade de elaborar e implantar protocolos para o cuidado.Este estudio exploratorio y descriptivo tuvo como objetivos evaluar la red venosa de las mujeres con cáncer de cuello uterino en el comienzo y el final del tratamiento quimioterápico, analizar la ocurrencia de flebitis causada por los fármacos utilizados en los protocolos de quimioterapia neo adyuvante y adyuvante, y relacionar los tipos de venas con los dispositivos más utilizados, tiempo de permanencia y complicaciones. Se utilizó un instrumento para evaluar la red venosa de los miembros superiores. Participaron 20 mujeres tratadas en un hospital de enseñanza en el interior del estado de São Paulo. La evaluación de la red venosa mostró pocas alteraciones y la complicación más frecuente fue el hematoma (60%. Los resultados del estudio apuntan aspectos de la práctica de enfermería relacionados a la administración de agentes quimioterápicos y señalan la necesidad de desarrollar e implementar protocolos de atención.This descriptive and exploratory study aimed to evaluate the venous network of women with cervical

  2. Mulheres Rurais: Tecendo Novas Relações e Reconhecendo Direitos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Celecina de Maria Veras Sales

    2007-05-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.1590/S0104-026X2007000200010 A presença das mulheres rurais na produção agrícola familiar é um fato. Mesmo na invisibilidade, não se pode negar que elas estão ocupando terras, plantando, colhendo, e cultivando o desejo de ter uma terra livre e usufruí-la com seu trabalho. Presentes na casa, no quintal, na roça e na luta pela terra, as mulheres tiveram ainda de lutar pelo direito de serem reconhecidas como trabalhadoras. A emergência das mulheres rurais nos movimentos sociais proporcionou seu aparecimento como sujeito político, rompendo sua invisibilidade como trabalhadora. Nesse aprendizado e experimentação as mulheres rurais criaram seu próprio movimento, consolidado na década de 1980. Desde então realizam encontros nacionais, marchas e campanhas, criaram coletivos de mulheres e conquistaram direitos. Os Coletivos de Mulheres estão vinculados à Federação de Trabalhadores da Agricultura do Ceará (FETRAECE ou ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST e constituem espaços importantes de ressignificação das atividades produtivas das mulheres.

  3. A mulher e o cancro do pulmão** Textos referentes à mesa-redonda com o mesmo título organizada pela Comissão de Trabalho de «Pneumologia Oncológica». Coimbra, 13 de Abril de 2002

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    E. Teixeira

    2003-05-01

    Full Text Available RESUMO: A epidemiologia do cancro do pulmão mudou em vários países nos últimos anos.No século XIX o cancro do pulmão era raro, mas a sua incidência aumentou drasticamente durante o século XX e é previsível que continue a aumentar no início do século XXI.Actualmente, as taxas de incidência e mortalidade do cancro do pulmão são maiores nos países desenvolvidos, especialmente EUA e Europa, tendo-se verificado aumento de incidência na mulher. Estas diferenças geográficas e entre os sexos estão largamente relacionadas com os hábitos tabágicos.As mulheres começam a fumar mais precocemente e têm mais dificuldade na desabituação tabágica, por problemas relacionados com o controlo de peso; apresentam uma susceptibilidade maior aos carcinogéneos, tendo um risco de cancro do pulmão 1,5 vezes superior ao homem com os mesmos hábitos tabágicos. O adenocarcinoma é o tipo histológico mais frequente nos jovens, nas mulheres em todas as idades e nos não fumadores.Vários factores desde tabaco, poluição doméstica e profissional, nutricional doenças associadas, até factores genéticos e hormonais, têm sido investigados no sentido de definir a sua influência no desenvolvimento de cancro do pulmão na mulher.Quem trata este tipo de patologia vê-se ainda confrontado com inúmeras questões que se relacionam com a sua especificidade do sexo feminino. A literatura sobre este tema é no entanto vaga.REV PORT PNEUMOL 2003; IX (3: 225-247 ABSTRACT: The epidemiology of lung cancer has changed in the last years in several countries all over the world. In the 19th century, the lung cancer was rare but it incidence increase drastically during the 20th century, and the tendency is to continue in the 20th century. Actually the lung cancer’s incidence and mortality are higher in the developed countries, especially in Europe and Unites

  4. Gênero e pauperização das mulheres

    OpenAIRE

    Gurovitz, Elaine

    2010-01-01

    Trata-se da descrição do fenômeno recente da pauperização das mulheres e sua relação com a divisão sexual do trabalho e com a desigualdade de gênero. Nessa dissertação é analisado qual o papel a ser desempenhado pelas políticas públicas, na superação dessa problemática. Os homens também devem ser vistos como parceiros nessa empreitada de desconstrução das identidades de gênero construídas socialmente ao longo do tempo. A dissertação também descreve, como estudo de caso, o Movimento das Mulher...

  5. Mdia e identidade de mulheres destitudas: uma discusso metodolgica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Carolina Escosteguy

    2012-06-01

    Full Text Available O objeto de estudo do projeto A visibilidade da vida ordinria de mulheres destitudas na mdia (CNPq configurado, por um lado, por um corpus de textos miditicos, denominados de narrativas pessoais midiatizadas (ESCOSTEGUY, 2011 e, por outro, por uma pesquisa de campo. Esses dois vetores se articulam na principal questo de pesquisa: o que a visibilidade da vida ordinria de mulheres de posies sociais destitudas, na mdia, est produzindo em termos de identidade feminina na mesma classe social? Aqui, procuramos problematizar os instrumentos metodolgicos que sero aplicados na investigao emprica sobre os processos de conformao identitria feminina e sua vinculao com determinadas representaes postas em circulao pelas mencionadas narrativas. Tomando como ponto de partida uma experincia de campo, utilizamos o relato de quatro informantes para discutir a estratgia metodolgica experimentada.

  6. A REPRESENTAÇÃO DA MULHER LATINO-AMERICANA: DA LITERATURA PARA O CINEMA

    OpenAIRE

    de Amorim, Maria Inês Freitas; Universidade do Estado do Rio de Janeiro

    2015-01-01

    As obras do escritor colombiano Gabriel García Márquez são reconhecidas pela presença de personagens femininas fortes e pela representação de elementos da cultura latino-americana. Já a indústria cinematográfica de Hollywood costuma representar a mulher latino-americana a partir de estereótipos, sobretudo relacionados à sensualidade e submissas às vontades da voz masculina. O romance de García Márquez El amor en los tiempos del cólera foi adaptado para o cinema pela industria estadunidense, ...

  7. Atendimento psicológico e a secretaria de políticas para as mulheres

    OpenAIRE

    Porto, Madge; Bucher-Maluschke, Júlia S. N. F

    2012-01-01

    O objetivo deste artigo é analisar as propostas da Secretaria de Políticas para as Mulheres - SPM - para o atendimento psicológico de mulheres em situação de violência apresentadas nos manuais, termos de referência e normas técnicas. Para tal, foi realizada uma análise de discurso nos documentos publicados pela SPM que servem para orientar a intervenção em psicologia. Foi observado que as propostas têm como base principal a compreensão das relações hierarquizadas entre os sexos e que as orien...

  8. Violência contra as mulheres no trabalho : o caso do assédio sexual

    OpenAIRE

    Dias, Isabel

    1992-01-01

    No presente artigo analisa-se o assédio sexual como sendo uma das formas mais graves de violência praticada contra as mulheres no contexto do trabalho. Identificam- se os factores de risco e as vítimas mais vulneráveis. Estuda-se as consequências do assédio para as vítimas e no contexto organizacional onde ele ocorre. Problematiza- se o assédio no continuum de violência geral experimentada pelas mulheres. This article analyses sexual harassment as one of the most harmful for...

  9. Repercussão da violência na mulher e suas formas de enfrentamento

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Cláudia Wendt dos Santos

    2011-08-01

    Full Text Available A violência contra a mulher é um tema complexo pela multideterminação de elementos de análises que nela convergem. Esta pesquisa objetivou caracterizar a repercussão da violência na mulher e suas formas de enfrentamento. O estudo foi exploratório-descritivo e adotou a metodologia qualitativa, sendo as participantes 10 mulheres agredidas que prestaram queixa em uma Delegacia da Mulher. A coleta de dados realizou-se por meio de entrevista semiestruturada, e para a análise dos dados utilizaram-se o software Atlas/ti 5.0 e a Teoria Fundamentada Empiricamente. Identificou-se a repercussão da violência na mulher por meio da insônia, da instabilidade emocional, da ideação suicida, do isolamento social e das estratégias de enfrentamento que foram focados no diálogo com amigos, familiares e colegas de trabalho; na busca de encontros sociais e no uso de medidas, tais como: tentativa de separação, saída de casa e denúncia. Considera-se que os dados obtidos subsidiam e qualificam intervenções e o atendimento de mulheres agredidas.

  10. Mulheres judias e suas trajetórias familiares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Ariádina Cidade Almeida

    2015-11-01

    Full Text Available Este artigo analisa as narrativas orais de duas mulheres descendentes de judeus marroquinos que migraram para a Amazônia no final do século 19. A pesquisa foi constituída pela metodologia da história oral, que propõe o uso da memória como fonte histórica, e a narrativa teorizada a luz do filosofo Paul Ricoeur, que afirma que narrar é contar uma história numa perspectiva de totalidade, realizando-se uma síntese do heterogêneo. Essas histórias heterogêneas enfocam as construções familiares, as relações de gênero e as dimensões mais significativas vivenciadas pelas narradoras, no contexto da diáspora marroquina no estado do Amazonas.

  11. A mulher nas propagandas de cerveja: efeitos de sentido

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Keila Rejane Warmling

    2012-04-01

    Full Text Available O presente trabalho tem por objetivo analisar propagandas de cervejas que circulam na mídia, observando as marcas de seus discursos em relação a figura feminina. A cerveja no Brasil, muitas vezes aparece associada as mulheres, tais propagandas têm como objetivo principal atingir o público masculino. Nas propagandas analisadas, as mulheres aparecem estereotipadas, vistas somente como símbolo sexual, provocando além do apelo ao consumo, desejos através dos sentidos, pois aparecem desnudas e provocantes, despertando assim a libido no público alvo. Os anúncios publicitários fazem parte do cotidiano das pessoas, são utilizados para divertir, comunicar e interagir no meio em que são expostos, por isso a grande empreitada dos publicitários é encontrar meios de despertar interesse por sua marca, tudo se resume em uma luta pela atenção do consumidor.Palavras-chave: letras; Análise do Discurso; mulher; propagandas de cerveja.

  12. Associação entre a contagem de linfócitos T CD4+ e a gravidade da neoplasia intra-epitelial cervical diagnosticada pela histopatologia em mulheres infectadas pelo HIV Association between CD4+ T-cell count and intraepithelial cervical neoplasia diagnosed by histopathology in HIV-infected women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Barroso Zimmermmann

    2006-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar a associação entre a contagem de linfócitos T CD4+ e a gravidade da neoplasia intra-epitelial cervical em pacientes HIV positivas. MÉTODOS: estudo transversal no qual foram incluídas 87 pacientes infectadas pelo HIV, confirmado por testes sorológicos prévios. Todas eram portadoras do HPV cervical, diagnosticado por meio da reação em cadeia da polimerase. Foram realizados anamnese, exame físico e colposcopia de todas em pacientes. A biópsia do colo uterino foi realizada quando indicada pelo exame colposcópico. Os resultados histopatológicos foram classificados com neoplasia intra-epitelial de baixo grau (NIC I ou de alto grau (NIC II e II. A associação entre a contagem de linfócitos T CD4+ e a gravidade da lesão foi verificada por meio da comparação de médias utilizando a análise da variância (ANOVA. RESULTADOS: entre as 60 pacientes biopsiadas foram encontrados 24 casos (40,0% com NIC I, oito (13,3% NIC II, três (5% NIC III, 14 (23,3% pacientes somente com cervicite crônica e 11 (18,3% apresentando efeito citopático produzido pelo HPV, mas sem perda da polaridade celular. Isso equivale a 35 mulheres com lesão intra-epitelial de baixo grau (NIC I + HPV (58,3% e 11 (18,3% com lesão intra-epitelial de alto grau (NIC II + NIC III. A associação entre a média da contagem de linfócitos T CD4+ e a gravidade da lesão intra-epitelial cervical não foi significativa (p=0,901. CONCLUSÕES: não houve associação entre a contagem de linfócitos T CD4+ e a gravidade da lesão intra-epitelial do colo uterino, diagnosticada pelo exame histopatológico.PURPOSE: to evaluate association between CD4+ cell count and cervical intraepithelial lesion severity in HIV-infected women. METHODS: cross-sectional study of 87 HIV-infected patients which were confirmed by previous serologic examinations. All had cervical HPV diagnosed by polymerase chain reaction (PCR. All patients underwent anamnesis, physical examinations and

  13. Brinquedos e brincar na vida de mulheres educadoras negras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marilda Castelar

    Full Text Available Resumo Este artigo aborda o brincar e o brinquedo na constituição da mulher negra pelas práticas educativas escolares, no ensino básico, público e privado. As práticas escolares devem interrogar a produção e reprodução dos padrões comportamentais e estéticos, os quais operam relações de discriminação negativa de gênero e raciais. Na pesquisa foram utilizados como recursos metodológicos: a história oral, por meio de histórias de vida e entrevistas gravadas e transcritas com oito mulheres, professoras negras, em Salvador (BA. Foi realizado levantamento bibliográfico e revisão da literatura. As análises foram feitas pela análise de conteúdo, a partir das seguintes categorias: memórias, relações com a atualidade e as práticas profissionais ligadas à gênero e racismo na escola. O brinquedo e a brincadeira apareceram como analisadores do racismo e estereótipo de gênero na educação escolar, implicando no sofrimento das crianças. Sugere-se a adaptação curricular no trabalho escolar, considerando a promoção da equidade escolar.

  14. Percepção da condição de saúde entre mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marli V. Mamede

    1993-06-01

    Full Text Available Trata-se de uma pesquisa qualitativa, que objetivou verificar como um grupo de mulheres de baixa renda identificava sua condição de saúde. Foram entrevistadas 42 mulheres individualmente e a análise feita através do conteúdo de suas falas. Foi possível identificar que o conceito de saúde para esse grupo de mulheres está ligado à atividade física, ao sentido da vida, como também à ausência de doença. A tristeza, dor, desânimo, desconforto e medo de dependência foram os principais motivos alegados pelas mulheres que se percebiam como doentes. Discute-se a importância destes achados na prestação de assistência orientada para a saúde.

  15. A mulher junto às criminologias: de degenerada à vítima, sempre sob controle sociopenal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simone Martins

    2009-04-01

    Full Text Available Este artigo apresenta figuras referentes à mulher junto às criminologias, bem como discute suas repercussões no código penal brasileiro. É identificada na criminologia positivista a figura da criminosa nata relacionada à prostituição, à mulher masculinizada e à atávica; bem como da vítima, seja ela criminosa por dependência do homem, seja pela necessidade de proteção do Estado. Estas figuras têm em comum o fato de servirem ao controle social da mulher. Em oposição, na criminologia feminista se verifica a figura da mulher emancipada, que não busca no direito penal a solução de conflitos que são de ordem social, econômica e política.

  16. Mulheres na liderança: discurso, ideologia e poder

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vicentina Ramires

    2017-11-01

    Full Text Available Dominação, força e autoridade são conceitos ainda circunscritos ao universo masculino, e isso pode ser constatado principalmente nas relações de trabalho, mesmo naquelas em que as mulheres exerçam funções de liderança. Esse quadro também se materializa na academia, onde os sujeitos estão, hipoteticamente, mais atentos às diferentes posições ideológicas e às formas como se manifestam, e, por conseguinte, mais ou menos a elas refratários. O objetivo geral deste estudo é demonstrar como hierarquias de poder no mundo do trabalho baseadas em diferenças de sexo são ideologicamente construídas, de maneira a reforçarem as formas dicotômicas de relações de gêneros e como as próprias mulheres, atuando em culturas androcêntricas, podem contribuir para perpetuar atitudes sexistas. Com base nos Estudos Críticos de Discursos, procuramos: a identificar os discursos que corroboram para construir ou desconstruir modelos de dominação nas relações de gênero; b observar em que formações discursivas esses modelos se impõem e c identificar em que medida procedimentos de discriminação são veiculados nos discursos proferidos pelas mulheres. Este estudo foi desenvolvido em duas instituições de ensino superior, analisando entrevistas e respostas aos questionários dirigidos a mulheres que ocupam posições de liderança. Observamos que, ao mesmo tempo que muitas mulheres reforçam a assimetria de gêneros existente entre posições de poder na sociedade, ao repetirem/confirmarem discursos, outras vão tomando consciência de seu espaço na sociedade e agem criticamente em defesa de direitos iguais entre homens e mulheres.

  17. Representações sociais da violência contra a mulher na perspectiva da enfermagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sandra Maria Cezar Leal

    2011-06-01

    Full Text Available A violência contra a mulher constitui grave problema de Saúde Pública; ocorre no mundo inteiro em todas as classes sociais. O objetivo do estudo foi conhecer as representações sociais da violência contra a mulher na perspectiva de enfermeiras alunas de uma Escola Superior de Enfermagem de Lisboa/Portugal. Realizou-se pesquisa exploratória com respaldo das representações sociais, da qual participaram cento e cinquenta enfermeiras, sendo os dados coletados por meio de questionário. Para análise, utilizou-se o software DataVic 4.3. Resultados apontam que as representações sociais da violência contra a mulher estão restritas ao universo consensual pelo qual são produzidas, constituído, sobretudo, pela conversação informal e pela vida cotidiana. Apontam, também, que a violência não é entendida como um problema de saúde. Considera-se que o embasamento teórico sobre o tema e o envolvimento institucional dos Serviços de Saúde contribuirão para a inserção da violência contra a mulher na agenda da Saúde Pública.

  18. Violência doméstica psicológica sob a perspectiva da mulher idosa: um enfoque na fenomenologia social

    OpenAIRE

    Rafaella Queiroga Souto

    2014-01-01

    Introdução: A violência doméstica psicológica perpetrada pelo familiar contra a mulher idosa é uma importante e pouco pesquisada questão de saúde pública global. Objetivo: Compreender a experiência da mulher idosa que vivencia violência doméstica psicológica. Método: Pesquisa qualitativa ancorada pela fenomenologia social de Alfred Schütz, realizada com onze mulheres idosas identificadas nos registros de dois serviços localizados no município de Campina Grande, Paraíba e um serviço localizado...

  19. O estigma da violência sofrida por mulheres na relação com seus parceiros íntimos

    OpenAIRE

    Moreira,Virginia; Boris,Georges Daniel Janja Bloc; Venâncio,Nadja

    2011-01-01

    Este artigo descreve uma pesquisa sobre o estigma da violência sofrida pelas mulheres na relação com seus parceiros íntimos. Focaliza a compreensão de quais fatores determinantes na relação agressivo-abusiva concorrem para que as mulheres sintam tanta dificuldade de denunciar seus agressores. Fizemos uso do método fenomenológico crítico mundano e, como instrumento, usamos entrevistas áudio-gravadas. Os resultados mostram que essas mulheres suportam várias modalidades de violência na relação c...

  20. Identidade e subjetividade: uma reflexão sobre o que é ser mulher

    OpenAIRE

    Menezes, Tayana Dias

    2016-01-01

    Através de uma análise sóciopragmática do discurso, observo como a identidade da mulher é (re)construída pelas revistas que são direcionadas para o público feminino. O corpus da pesquisa foi composto pelas revistas Claudia, Gloss, ambas do ano de 2009 e 2010. A pesquisa trabalha com o conceito de identidade não como essência ou um fato da natureza, mas como construções sociais compostas por elementos diversos ou atributos emergentes da interação social entre o sujeito e o mundo, incluem dimen...

  1. Mulher e negra: dupla vulnerabilidade às DST/HIV/aids

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Naila Janilde Seabra Santos

    Full Text Available Resumo O objetivo deste trabalho é discutir os fatores determinantes da vulnerabilidade das mulheres negras a HIV/aids. Pela descrição e análise de dados socioeconômicos, de incidência e mortalidade de aids e da mortalidade de outras patologias, desenha-se o quadro epidemiológico que ressalta as iniquidades em saúde da população negra e, em particular, das mulheres desse segmento populacional. Quando comparadas às mulheres brancas, as negras apresentam, repetidamente, maior risco de adoecimento e morte. A discussão sobre violência sexual e doméstica reitera as disparidades e a maior vulnerabilidade social da mulher negra. As desigualdades socioeconômicas e o racismo institucional são as hipóteses explicativas para a alta vulnerabilidade às DST/aids das mulheres negras. Apenas com uma ampla gama de ações multissetoriais, incisivo enfrentamento do racismo institucional pelo Estado e fortalecimento do movimento social será possível iniciar a longa jornada para se alcançar o propalado princípio de equidade na saúde.

  2. Conflitos armados e a agenda internacional: a questão da mulher

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Iazana Matuella

    2017-10-01

    Full Text Available A violência contra a mulher é um debate antigo e possui reivindicações de mulheres, de forma organizada, há mais de um século. Porém, sua introdução como importante tema na agenda internacional foi recente e dependeu de um grande esforço de grupos de mulheres. Assim, esse artigo pretende analisar como os movimentos de mulheres, desde 1945, com a criação da Organização das Nações Unidas, influenciaram a incorporação da problemática da violência contra a mulher, principalmente em períodos de conflitos armados, pelo sistema internacional de proteção da pessoa humana, bem como a observância dessas diretrizes pelos Estados e Organizações Internacionais. O argumento aqui apresentado é que apenas a partir da década de 1990, com as Transnational Advocacy Networks (TANs efetivadas e pela consideração dos Direitos das Mulheres como um Direito Humano fundamental, foi que a temática recebeu a valoração que merecia na agenda internacional. Esse impacto escoou também para o âmbito dos conflitos armados, onde as mulheres são as mais impactadas e vulnerabilizadas. Portanto, diversas normas foram criadas a fim de eliminar a violência de gênero, e conclui-se que a principal falha se mantém na inobservância dessas diretrizes, tanto a nível estatal como internacional.

  3. Reconhecimento pela Descoberta do Papilomavírus Humano (HPV

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciano Serpa Hammes

    2009-01-01

    Full Text Available O câncer de colo uterino é responsável pela morte de cerca de meio milhão de indivíduos anualmente e é a segunda causa de óbitos por neoplasia entre as mulheres. Apesar destes números elevados, este é um tipo de câncer altamente prevenível e que deveria estar sob controle. O câncer de colo uterino é prevenível por dois fatores: é possível de ser rastreado em suas fases pré-malignas e possui um agente específico, o papilomavírus (HPV, que pode ser evitado.

  4. Um fim à negligência em relação aos problemas da mulher negra!

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudia Jones

    2017-10-01

    Full Text Available O artigo é a tradução de um ensaio publicado originalmente em 1949, pela intelectual e ativista negra Claudia Jones na revista Political Affairs. No ensaio, Jones demonstra as origens e as múltipmas dimensões da dinâmica do sistema de opressão a que eram submetidas mulheres negras e critica a inabilidade dos comunistas estadunidenses em mobilizá-las. Ao argumentar que as mulheres negras compunham a fração superexplorada da classe trabalhadora, a autora as posiciona como parecela central da militância internacional contra o fascismo e o imperialismo.

  5. Fatores de risco associados ao sobrepeso e a obesidade em mulheres de São Leopoldo, RS

    OpenAIRE

    Teichmann,Luciana; Olinto,Maria Teresa Anselmo; Costa,Juvenal Soares Dias da; Ziegler,Denize

    2006-01-01

    OBJETIVO: Identificar a prevalência e os fatores de risco para sobrepeso e obesidade nas mulheres de São Leopoldo, RS, Brasil. MÉTODOS: Foi realizado um estudo transversal com base populacional incluindo 981 mulheres de 20 a 60 anos de idade. O sobrepeso foi definido pelo índice de massa corporal entre 25 a 29,9 Kg/m² e a obesidade foi considerada como IMC > 30 Kg/m². As medidas de efeito brutas e ajustadas foram calculadas pela Regressão de Poisson. RESULTADOS: A prevalência de sobrepeso foi...

  6. Major Denice Santiago: uma mulher negra e feminista num lugar de poder da Polícia Militar da Bahia

    OpenAIRE

    Margarida Paredes

    2017-01-01

    A Major Denice Santiago foi uma das pioneiras da Polícia Militar da Bahia (PMBA), tendo ingressado em 1990 como sargenta nas primeiras turmas de praças e oficiais. Dois anos depois, foi admitida na primeira turma de oficiais para mulheres, ostentando hoje a patente de Major. Atualmente, também é uma das duas únicas oficiais da PMBA a ter quebrado o “teto de vidro” que impede a ascensão de mulheres em organizações dominadas pela “masculinidade hegemônica” e a ocupar um posto de comando na PM b...

  7. "Chegou a hora de darmos a luz a nós mesmas": Situando-nos enquanto mulheres e negras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Petronilha Beatriz Gonçalves e Silva

    Full Text Available O artigo, ao analisar manifestações de mulheres negras, busca entender como se constituem cidadãs numa sociedade que discrimina seu grupo e etnia. À indagação sobre o que significa ser mulher e negra, formulada a mulheres militantes do Movimento Negro nos estados do sul do país, mostrou que o configurar-se como mulheres negras implica enfrentar atitudes e posturas discriminatórias, além de exigir combatividade, introspecção, auto-imagem positiva, crítica a relações sociais e propostas para transformá-las. Buscando elucidar sua presença na sociedade, o estudo mostra que lutam para superar a invisibilidade conferida aos descendentes de africanos, bem como para ter suas necessidades atendidas por políticas públicas que resolvam os problemas que os afligem e suprimam as opressões que lhes são impingidas. Assim, lutam por justiça para todos que são marginalizados pela sociedade. O artigo conclui com a afirmativa de que as fontes mais genuínas de conhecimento sobre as mulheres negras são elas mesmas, sendo necessário que estudos que as tomem por temática, considerem seus pontos de vista de mulheres e negras.

  8. Chica que manda ou a Mulher que inventou o mar?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Conceição Evaristo

    2013-09-01

    Full Text Available Percorrendo os registros da história oficial brasileira, observa-se a ausência de relatos que destaquem a atuação das mulheres negras em vários episódios de nossa história nacional. Caso singular é o de Francisca da Silva de Oliveira que, ao atingir o status de “objeto histórico”, se torna, entretanto, vítima de uma narrativa profundamente estereotipada. Os primeiros relatos históricos sobre Chica da Silva, determinados sempre por uma ótica masculina e branca, aparecem reeditados pelas produções literárias, cinematográfica e televisiva que, ao longo do tempo, vão surgindo sobre essa personagem negra, que marcou a história de Minas Gerais e do Brasil Colônia.  O presente ensaio traz algumas considerações em torno da criação e da recriação da imagem de Chica da Silva tendo por base textos históricos e literários. Pode-se afirmar que há certa coerência entre a representação histórica e a literária. Em ambas as modalidades, na maioria das vezes, impera um imaginário em que a mulher negra seria sedutora somente pelos seus dotes físicos sexuais. E para cotejar com as diversas versões criadas sobre Chica da Silva, trouxe para leitura o texto ficcional afro-brasileiro, Chica da Silva - a mulher que inventou o mar, de autoria de Lia Viera, buscando apreender distanciamentos e/ou aproximações da criação afro-brasileira com as narrativas anteriores a respeito de Francisca da Silva de Oliveira.

  9. VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER: ANÁLISE DA IDENTIDADE DE MULHERES QUE SOFREM VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carolina Barbosa Vigário

    2014-12-01

    Full Text Available A violência, como um fenômeno social, é historicamente presente no cotidiano das relações sociais, é intrínseca ao processo civilizatório e é manifestada de diferentes formas. A violência nas relações entre parceiros expressa a dinâmica de afeto e poder e, em sua maioria, denuncia relações de subordinação e dominação. É em grande parte, direcionada contra a mulher, independente de sua posição social ou do grau de desenvolvimento econômico. Este trabalho foi realizado na Delegacia de Polícia Civil de Goiandira – GO e realizou a análise da identidade de mulheres na relação de violência com seus parceiros, identificando valores e processos identitários nas circunstâncias e dinâmicas cotidianas dos atores envolvidos. Para isso, utilizou-se como metodologia a pesquisa-ação, a qual teve como instrumentos de coleta de dados o Diário de Campo, a escuta Terapêutico-Educativa, balizada pela intervenção psicossocial. O resultado dessa análise nos aponta para as dificuldades apresentadas pelas mulheres que sofrem violência doméstica em exercitar a capacidade de conduzir sua própria vida, em construir novas identidades e entender que a violência de gênero deve ser combatida através da desconstrução relações de desigualdade entre homens e mulheres e as reestruturando nos campos afetivo, valorativo e operativo, possibilitando transformação das relações sociais.

  10. Near miss e mulheres negras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alaerte Leandro Martins

    Full Text Available Resumo Introdução: A mortalidade materna apresenta grande diferença entre os países desenvolvidos e em desenvolvimento e espelha a qualidade da assistência prestada à saúde da mulher. Para evidenciar melhor essa assistência, novos métodos de estudo vêm sendo utilizados, entre eles a investigação das morbidades maternas graves - near misses. Objetivo: Analisar os fatores de risco para ocorrência de near miss nas diferentes raças/cores das mulheres residentes em três municípios da Região Metropolitana de Curitiba. Método: Estudo descritivo. Resultados: Na análise multivariada, identificou-se ser as variáveis idade (p=0,0321 com OR 3,08 e IC 95% 1,10-8,65, doenças associadas (p=0,0018 com OR 4,06 e IC 95% 1,61-10,24 e causa de internação (p=<0,0001 com OR 8,75 e IC 95% 3,36-22,75 os fatores de risco para near miss; o OR foi estimado com base no modelo multivariado. Já a variável cor não foi identificada como sendo fator de risco para near miss (p=0,8964 na presença das demais variáveis. Conclusões: Evidenciou-se, no estudo, a necessidade de aprofundar a análise em pesquisas sobre ocorrência de near miss e cor da variável idade e outras causas de internação para mulheres brancas, e a paridade/número de gestações e presença de doenças crônicas ou associadas para as mulheres negras, assim como a instituição de outros parâmetros de análise como as transferências e reinternações.

  11. A MULHER NA POLÍTICA: UM ESTUDO SOBRE A PARTICIPAÇÃO DA MULHER NAS ELEIÇÕES DE 2014

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiano Miranda Nogueira

    2016-04-01

    Full Text Available O tema desse artigo é apresentar os resultados da pesquisa sobre a origem do não cumprimento da lei de cotas de gênero nas eleições e a sub-representação da mulher nos poderes Legislativo e Executivo. Seu objetivo é mostrar que ao longo dos dezenove anos, a lei de cotas de gênero pouco alterou a representação da mulher na política, por isso entendemos que as leis por si só são ineficazes. Os recursos metodológicos utilizados (qualitativos e quantitativos nos forneceram dados importantes para algumas conclusões: a representação política da mulher é desvalorizada e desestimulada; há pouca compreensão política da lei de Cotas pelos partidos; a força do machismo dentro dos partidos, incluído os de esquerda, é muito forte; não há uma fiscalização mais atuante que faça uso de penalizações mais severas contra os partidos que burlam a lei de Cota; muitas mulheres são estimuladas a serem “laranjas” dos partidos. Essas primeiras conclusões nos certificaram que é preciso, além da lei de cotas, mobilizar a sociedade e debater sobre o papel da mulher na vida pública, para que a esfera política não continue dominada pela representação masculina e machista. 

  12. Experiências de parentalidade como fatores geradores de sofrimento em mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabíola Langaro

    2015-08-01

    Full Text Available Durante o trabalho realizado por meio de um Projeto de Extensão em Saúde Mental na Grande Florianópolis, percebeu-se que o relato de sofrimento das mulheres participantes estava relacionado às suas ex periências de maternidade e paternidade. A partir desta problemática, foi realizada uma pesquisa com o objetivo de compreender de que forma as experiências de parentalidade estavam se constituindo em fatores geradores de sofrimento naquelas mulheres. Para tanto, realizaram-se cinco entrevistas individuais e um grupo focal. Os dados coletados foram discutidos em quatro categorias de análise, tendo sido destacado que o sofrimento das participantes estava relacionado principalmente à vivência da parentalidade a partir de modelos tradicionais de gênero, caracterizados pela centralidade do perfil de mãe; às diferenças na responsabilidade pela educação dos filhos/filhas, assumida por homens e mulheres; à idade dos filhos/filhas e, finalmente, à vivência de dúvidas e incertezas que nem sempre podem ser mediadas em seu cotidiano.

  13. OS CAMINHOS DA PENHA: REDES DE PROTEÇÃO ÀS MULHERES EM SITUAÇÃO DE VIOLÊNCIA

    OpenAIRE

    KUNZLER, GABRIELA; Detoni, Priscila Pavan

    2016-01-01

    O presente trabalho traça os caminhos feitos pelas mulheres em situação de violência doméstica e familiar para buscar formas de proteção. Realizou-se entrevistas com essas mulheres, em cinco serviços especializados que atuam junto a políticas públicas de atenção e garantia de direitos das mulheres vítimas de violência doméstica no município de Lajeado-RS. Objetivou-se dar visibilidade aos locais onde essas mulheres em situação de violência buscam auxílio, informações e garantias de direitos, ...

  14. Violência, mulheres e atendimento psicológico na Amazônia e no Distrito Federal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Madge Porto

    2012-06-01

    Full Text Available O objetivo desse estudo é conhecer como os psicólogos/as entendem questões referentes à identificação da violência contra as mulheres nos atendimentos que realizam e como explicam as motivações para que algumas delas permaneçam em relações mediadas pela violência. O estudo é de caráter exploratório, descritivo e qualitativo, e para a coleta de dados utilizou-se a internet. Foram obtidos 24 questionários online de psicólogos/as inscritos/as no CRP 01. Foi constatado que estes/as identificam a violência principalmente quando expressada verbalmente pela mulher agredida e que apenas duas utilizam instrumento especifico de identificação desse tipo de experiência chamado screening. Foram apontadas como as principais causas de algumas mulheres permanecerem em situações de violência as dependências econômica e emocional e ainda os ganhos secundários que elas poderiam obter nessas relações. Conclui-se que se faz necessário aprofundar os estudos sobre o papel dos psicólogos e da psicologia clínica no contexto da violência contra as mulheres.

  15. Violência conjugal: problematizando a opressão das mulheres vitimizadas sob olhar de gênero

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edméia de Almeida Cardoso Coelho

    2007-08-01

    Full Text Available Estudo realizado com a finalidade de ampliar a compreensão da violência conjugal, no qual buscou-se compreender o significado do fenômeno para as mulheres que a sofrem. A produção do material qualitativo da investigação foi conseguida por meio de entrevistas realizadas com mulheres em situação de violência e de denúncia na Delegacia da Mulher em de João Pessoa-PB, no ano de 2006, cujos discursos foram analisados segundo a perspectiva de Fiorin8. A análise dos discursos evidenciou que a violência conjugal é um modo de manifestação da assimetria de poder presente nas relações de gênero; que há o reconhecimento das mulheres do poder masculino sobre elas, refletido pelo temor e pela subordinação na relação conjugal em que ocorre a violência e que esse domínio corresponde a uma espécie de tutela construída e legitimada pela cultura patriarcal e machista, necessária, no pressuposto do idealismo positivista da ideologia dominante, para administrar os excessos de paixões que fariam parte da imperfeição da natureza feminina.

  16. Apontamentos sobre preconceitos de gênero e a violência contra a mulher no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudia Ramos de Souza Bonfim

    2016-08-01

    Full Text Available Este estudo é qualitativo-bibliográfico. Fundamenta-se especialmente em Bonfim, Instituto Avon e na Legislação Brasileira. Objetiva-se abordar a influência da educação familiar, de origem machista-patriarcal na consolidação de preconceitos, desigualdades e  violências sofridas pelas mulheres. Questiona-se: Como a educação familiar influencia a  violência contra a mulher? Porque as muitas mulheres em situação de violência não denunciam as agressões sofridas? Afirma-se, que as experiências sócio-afetivas-culturais da vividas na infância e adolescência especialmente vivenciadas no âmbito familiar são basilares para a superação de preconceitos e violências de gênero, pois os filhos tendem a reproduzir, ainda que de maneira inconsciente, o comportamento e as atitudes de seus pais. Considera-se, que embora no âmbito legal, houve uma evolução do ordenamento jurídico brasileiro na tentativa de coibir as violências historicamente sofridas pelas mulheres, é a educação, especialmente familiar, pautada numa perspectiva humanizadora e emancipatória que contribui significativamente para a superação do machismo e da desigualdade de gênero.

  17. Prevalência e comorbidade de dor e fadiga em mulheres com câncer de mama

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela de Araújo Lamino

    2011-04-01

    Full Text Available O estudo analisou a prevalência e a comorbidade de dor e fadiga em mulheres com câncer de mama. Trata-se de estudo transversal, com amostra, não probabilística de 182 mulheres em tratamento ambulatorial para câncer de mama, entrevistadas no período de julho 2006 a março de 2007. Fadiga, avaliada pela Escala de Fadiga de Piper, foi dividida em duas categorias (escore 0,1-4,9 e >5-10. Dor, avaliada pela escala de 0-10, foi categorizada do mesmo modo que fadiga. Fadiga ocorreu em 94 mulheres (51,6%, sendo >5 em 44 (46,8% delas. Dor ocorreu em 86 mulheres (47,2%, sendo >5 em 50 (58,1%. Fadiga e dor correlacionaram-se (r=0,38, p=0,003 e a comorbidade fadiga e dor foi de 38,3%. Dor intensa acentuou a fadiga (p=0,089 e fadiga intensa acentuou a dor (p=0,016. Tais dados são inéditos em nosso meio, confirmam a existência de um cluster de sintoma e dos prejuízos decorrentes dessa comorbidade.

  18. O estigma da violência sofrida por mulheres na relação com seus parceiros íntimos The stigma of violency suffered by women in their intimate relationship with partners

    OpenAIRE

    Virginia Moreira; Georges Daniel Janja Bloc Boris; Nadja Venâncio

    2011-01-01

    Este artigo descreve uma pesquisa sobre o estigma da violência sofrida pelas mulheres na relação com seus parceiros íntimos. Focaliza a compreensão de quais fatores determinantes na relação agressivo-abusiva concorrem para que as mulheres sintam tanta dificuldade de denunciar seus agressores. Fizemos uso do método fenomenológico crítico mundano e, como instrumento, usamos entrevistas áudio-gravadas. Os resultados mostram que essas mulheres suportam várias modalidades de violência na relação c...

  19. Mulheres mastectomizadas : acesso à informação e aprendizagem de capacidades

    OpenAIRE

    Costa, Ilídia

    2011-01-01

    O cancro da mama e tratamento adjuvantes acarretam para a mulher uma série de consequências de índole física e psicológica vastamente descritos na literatura. Alterações ao nível da concepção da saúde e das políticas de saúde quer a nível nacional quer internacional, centram o processo de cuidados na pessoa como parceira activa, detentora de capacidades e como tal responsável pela tomada de decisão livre e esclarecida sobre a sua saúde e tratamento. Na mulher mastectomizada com linfadenectomi...

  20. A vida pessoal de trabalhadoras do sexo: dilemas de mulheres de classes populares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marina França

    Full Text Available Resumo O artigo considera como mulheres prostitutas articulam suas relações afetivo-sexuais, condições econômicas e vida profissional. Observando suas experiências e seus relatos de relações com parceiros pessoais, antes e depois do início da prostituição, trata de aproximar a vida e os dilemas de trabalhadoras do sexo dos de outras mulheres, especialmente brasileiras de classes populares. Ao fazê-lo, aborda questões como gênero, maternidade, conjugalidade e suas tensões. Além disso, considera as especificidades de relacionamentos íntimos colocadas pela prostituição, e situações de envolvimento amoroso entre prostitutas e clientes. Atravessando os diversos temas, aparecem conexões entre afetos, sexualidade, dinheiro e trabalho.

  1. PERFIL SOCIAL E OBSTÉTRICO DE MULHERES AVALIADAS NO PUERPÉRIO IMEDIATO

    OpenAIRE

    Elisa Pelai; UNESP; Ana Cláudia Malafaia Gardinelli; Ana Paula Rodrigues da Rocha; Lara Nery Peixoto; Priscila Pagotto; Alessandra Madia Mantovani; Nathália Savian; Edna Carmo; Cristina Elena Prado Teles Fregonesi

    2013-01-01

    O puerpério é o momento em que as modificações locais e sistêmicas provocadas pela gravidez e pelo parto retornam ao estado pré-gravídico. Apesar da demanda crescente acerca da fisioterapia na saúde da mulher, a literatura sobre o tema ainda é escassa. Dessa forma, faz-se importante e necessária a identificação do perfil de mulheres no puerpério, visando direcionar e qualificar os métodos de intervenção. O objetivo deste trabalho foi descrever o perfil de puérperas, de forma a conhecer mais d...

  2. Incontinência urinária tratamento pela técnica do sling pubovaginal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    William Luis de Oliveira

    2007-05-01

    Full Text Available Os autores deste trabalho procuram mostrar os benefícios para a mulher com incontinência urinária, através da correção da mesma pela técnica do Sling pubovaginal. Estudaram-se clínica e cirurgicamente, 60 pacientes, relatando a técnica, os métodos e os resultados obtidos. Concluiu-se que houve melhora acentuada da incontinência urinária (I.U.E. com o uso desta técnica, em relação às técnicas convencionais.

  3. Mulheres em cooperativas rurais virtuais: reflexões sobre gênero e subjetividade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giovana Ilka Jacinto Salvaro

    Full Text Available Este artigo busca apresentar uma reflexão sobre gênero e subjetividade, a partir da participação de mulheres em cooperativas rurais virtuais localizadas em municípios da região sul de Santa Catarina. Conforme define a literatura estudada, tal modelo de cooperativa se diferencia do modelo tradicional, pois, entre outros aspectos, não possui sede fixa, reúne um grupo de 20 a 30 agricultores e movimenta uma grande variedade de produtos em pequenas quantidades. Trata-se de uma análise ampliada com base em dados coletados em pesquisa desenvolvida no período de 2011-2012 (PIBIC-UNESC/CNPq. A pesquisa foi qualitativa e os dados foram obtidos por meio da entrevista semiestruturada. Foram entrevistadas dez mulheres, com idades entre 36 e 54 anos, participantes de três cooperativas. As entrevistas foram gravadas, transcritas e analisadas de acordo com procedimentos da análise de conteúdo. Os resultados e discussão apresentam o processo de formação das cooperativas, a participação e os produtos comercializados pelas cooperadas; além de discorrer sobre a participação de mulheres em cooperativas rurais virtuais, a visibilidade social e o reconhecimento do trabalho feminino. Em grande medida, foi possível verificar que a participação de mulheres em cooperativas possibilitou benefícios não apenas financeiros, pela comercialização da produção, mas também reconhecimento social e subjetivo.

  4. A experiência de cuidar da mulher alcoolista na família

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alessandro Marques dos Santos

    2012-04-01

    Full Text Available Este estudo tem como objetivo investigar as práticas de cuidados desenvolvidas pela família à mulher alcoolista e conhecer a percepção desta em relação aos cuidados que recebe. Trata-se de um estudo de caso, desenvolvido com uma abordagem qualitativa, cujos dados foram coletados através de entrevistas semi-estruturadas, realizadas em 2008, no domicílio de uma família de classe média, residente em um município no extremo sul do Brasil e, posteriormente, submetidos à análise de conteúdo. Os resultados mostram que os cuidados desenvolvidos pela família são centrados nas necessidades de alimentação, higiene, sono, repouso, encaminhamento aos serviços especializados para a desintoxicação e que a mulher alcoolista interpreta esses esforços como sendo ações de controle sobre sua vida e punição pela sua condição de dependência. Destaca-se que a maneira da família cuidar modifica-se no mesmo compasso em que o alcoolismo evolui.

  5. Major Denice Santiago: uma mulher negra e feminista num lugar de poder da Polícia Militar da Bahia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Margarida Paredes

    2017-07-01

    Full Text Available A Major Denice Santiago foi uma das pioneiras da Polícia Militar da Bahia (PMBA, tendo ingressado em 1990 como sargenta nas primeiras turmas de praças e oficiais. Dois anos depois, foi admitida na primeira turma de oficiais para mulheres, ostentando hoje a patente de Major. Atualmente, também é uma das duas únicas oficiais da PMBA a ter quebrado o “teto de vidro” que impede a ascensão de mulheres em organizações dominadas pela “masculinidade hegemônica” e a ocupar um posto de comando na PM baiana, como comandante da Ronda Maria da Penha. Graduada em Psicologia, é Mestre em Desenvolvimento Territorial e Gestão Social pela UFBA. Em 2017, recebeu o Diploma Bertha Lutz, premiação do Senado Federal pela sua contribuição na defesa dos direitos das mulheres e políticas de gênero.

  6. ESTUDO DO EMPODERAMENTO NA PERSPECTIVA DAS MULHERES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karoline Brasil de Oliveira

    2015-12-01

    Full Text Available Este trabalho objetivou conhecer como as mulheres que ocupam cargos de liderança, utilizam o empoderamento no exercício profissional em uma instituição de ensino e tecnologia em Criciúma, Santa Catarina, Brasil. Na revisão da literatura foram contextualizados a mulher e sua inserção no mercado de trabalho, em busca de uma concepção de empoderamento e as dimensões do empoderamento da mulher no mercado de trabalho. A metodologia utilizada teve caráter descritivo e qualitativo. O instrumento de coleta de dados consistiu num roteiro com 16 questões que abordaram o bem-estar e sucesso profissional, o reconhecimento familiar, o processo de ascensão profissional e a participação das mulheres nos processos decisórios organizacionais. A pesquisa foi realizada com 10 mulheres que ocupavam cargos de chefia em diferentes setores da instituição em análise. Os resultados obtidos na pesquisa revelaram que as entrevistadas já demonstram expressões de empoderamento em seus cotidianos e a mulher se apresenta mais confiante e preparada para participar das tomadas de decisões em níveis hierárquicos maiores, além de interferir no próprio meio.

  7. Avaliacao da seguranca de diferentes doses de suplementos de acido folico em mulheres do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Quenia dos Santos

    2013-10-01

    Full Text Available OBJETIVO Avaliar a distribuição da ingestão de ácido fólico e a segurança de diferentes doses de suplementos em mulheres em idade reprodutiva. MÉTODOS Foram utilizados dados de consumo a partir de dois dias não consecutivos de registro alimentar de 6.837 mulheres em idade reprodutiva (19 a 40 anos participantes do Inquérito Nacional de Alimentação, módulo da Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008-2009. Médias e percentis de consumo habitual de folato natural e ácido fólico foram estimados utilizando o método do National Cancer Institute . Cinco cenários foram simulados somando-se diferentes doses diárias de fortificação (400 mcg, 500 mcg, 600 mcg, 700 mcg e 800 mcg ao ácido fólico oriundo dos alimentos consumidos pelas mulheres. Comparou-se o total de ácido fólico (dieta + suplemento com o nível máximo de ingestão tolerável (UL = 1.000 mcg para definir a dose segura de suplementação. RESULTADOS Mulheres com ingestão habitual de ácido fólico acima do nível máximo de ingestão tolerável foram observadas para doses de suplemento de 800 mcg (7,0% das mulheres. Abaixo desse valor, qualquer dose de suplementação mostrou-se segura. CONCLUSÕES O uso de suplementos de até 700 mcg de ácido fólico mostrou-se seguro.

  8. Garantir a cidadania das mulheres: A indiferença e outros obstáculos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carole Pateman

    2012-10-01

    Full Text Available Este artigo discute as estruturas sexuais e raciais de poder que continuam a obstruir de forma sistemática a cidadania das mulheres. As reformas jurídicas e políticas concretizadas em muitos países não foram acompanhadas por mudanças correspondentes nas práticas sociais de dominação e subordinação e nas concepções de masculinidade e feminilidade. A este obstáculo junta‑se a pobreza, que afecta maioritariamente as mulheres a nível global, e o crescimento da desigualdade induzido pela redução, privatização e eliminação de serviços públicos, que têm levado ao acréscimo do fardo quotidiano das mulheres, especialmente nos países pobres. O empobrecimento das mulheres e as guerras das duas últimas décadas têm fomentado o tráfico sexual global e a violência contra as mulheres. A indiferença relativamente a estes fenómenos tem por base (e reforça o contrato sexual‑racial global. De forma a eliminar a interacção entre o contrato de indiferença mútua e o contrato sexual‑racial global, propõe‑se que a atribuição de um rendimento básico a todos os cidadãos constituiria um passo em direcção a uma cidadania plena.

  9. Mulher e Saúde: dialetizando o trabalho da enfermagem ambulatorial

    OpenAIRE

    Dora Mariela Salcedo Barrientos

    2002-01-01

    O presente trabalho teve como objetivos: identificar as percepções e as contradições das mulheres enfermeiras acerca das práticas sociais da enfermagem, analisar a prática das enfermeiras enquanto prática social na perspectiva de gênero materializada em seu cotidiano de trabalho; compreender os significados atribuídos pelas enfermeiras ao seu fazer profissional para subsidiar a transformação da prática junto às usuárias através da enfermagem generificada. Foi realizada uma pesquisa com perspe...

  10. A mulher na agricultura orgânica e em novas ruralidades

    OpenAIRE

    Karam,Karen Follador

    2004-01-01

    Conhecer e reconhecer o papel da mulher agricultora nos novos processos produtivos em curso voltados a atualizar o lugar do rural nas sociedades contemporâneas, a partir do sistema de produção da agricultura orgânica, é a pretensão maior deste trabalho. Interessa identificar as estratégias adotadas pela agricultura familiar para a dinamização e manutenção de modos de viver o meio rural, ao mesmo tempo que interessa identificar as possibilidades de trazer à visibilidade o espaço rural nas soci...

  11. Mulheres de ouro: trajetória e representações de atletas de lutas

    OpenAIRE

    Fernandes, Vera Lucia Ferreira Pinto

    2014-01-01

    Esta pesquisa, de natureza qualitativa e caráter descritivo, se desenvolveu a partir da seguinte questão central: “Quais os eventos e experiências são vivenciados pelas mulheres que levaram adiante uma carreira como lutadora, apesar dos elaborados argumentos sociais que funcionariam como inibidores de tal atitude?”. Com aporte teórico dos estudos de gênero e metodológico das representações sociais, desta questão central foram definidos como objetivos deste estudo: a) Compreender como se dá o ...

  12. Mulheres que fazem sexo com mulheres: algumas estimativas para o Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Barbosa Regina Maria

    2006-01-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho é descrever a proporção de mulheres que fazem sexo com mulheres, com base em três recortes temporais a partir de dados produzidos por um inquérito populacional de abrangência nacional realizado em 1998. A proporção de mulheres que relatam relações sexuais com mulheres na vida diminui de 3% para 1,7% nos cinco anos anteriores à pesquisa, mantendo-se praticamente no mesmo patamar, 1,7%, no último ano. Ao comparar esses dados com os disponíveis para os homens, os resultados sugerem que homens e mulheres transitam entre experiências homo e heterossexuais de maneiras distintas ao longo da vida.

  13. Mulheres que fazem sexo com mulheres: algumas estimativas para o Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Regina Maria Barbosa

    Full Text Available O objetivo deste trabalho é descrever a proporção de mulheres que fazem sexo com mulheres, com base em três recortes temporais a partir de dados produzidos por um inquérito populacional de abrangência nacional realizado em 1998. A proporção de mulheres que relatam relações sexuais com mulheres na vida diminui de 3% para 1,7% nos cinco anos anteriores à pesquisa, mantendo-se praticamente no mesmo patamar, 1,7%, no último ano. Ao comparar esses dados com os disponíveis para os homens, os resultados sugerem que homens e mulheres transitam entre experiências homo e heterossexuais de maneiras distintas ao longo da vida.

  14. Situação da Mulher na Astronomia Brasileira

    Science.gov (United States)

    Silva, Adriana V. R.

    2007-07-01

    O conteúdo desse texto surgiu de uma apresentação de mesmo título que fiz na XXXI Reunião Anual da Sociedade Astronômica Brasileira (SAB) em 2005. Esse tema foi inspirado originalmente pela minha participação no "2nd UIPAP International Conference on Women in Physics" realizado entre 23 e 25 de maio de 2005 no Rio de Janeiro. Essa é uma conferência internacional que acontece de três em três anos, sendo que a primeira ocorreu em 2002 na cidade de Paris, França. Participei dessa conferência como membro da delegação da Sociedade Brasileira de Física e um dos trabalhos que apresentei versava sobre a situação das mulheres na Astronomia brasileira, cujos resultados principais discorro a seguir. A situação das astrônomas, baseada nos dados dos sócios da SAB coletados no final de 2004, é comparada com a das físicas brasileiras e também com as nossas colegas americanas. Os dados identificam ainda uma maior evasão da carreira por parte das mulheres do que os homens. Alguns dos possíveis motivos da evasão são discutidos, como o desejo de constituir família e/ou isolamento. Resultados um tanto preocupantes com relação à distribuição de bolsas de produtividade do CNPq também são apresentados. As principais discussões e estratégias recomendadas nesse congresso são mencionadas de forma resumida ao final.

  15. Violência obstétrica no Brasil e o ciberativismo de mulheres mães: relato de duas experiências

    OpenAIRE

    Sena, Ligia Moreiras; Tesser, Charles Dalcanale

    2016-01-01

    Um quarto das brasileiras que vivem partos normais referem ter sido vítimas de violência e/ou maus-tratos nas maternidades, a chamada violência obstétrica. Nos últimos anos, ações mediadas pela internet, via redes sociais, e impulsionadas pelo movimento social de mulheres, especialmente mulheres mães, tornaram possível uma maior discussão e participação política na agenda de saúde sobre direitos reprodutivos. Este artigo relata duas iniciativas desenvolvidas em ambiente de conectividade, util...

  16. Praticar caminhada melhora a qualidade do sono e os estados de humor em mulheres com síndrome da fibromialgia

    OpenAIRE

    Steffens,Ricardo de Azevedo Klumb; Liz,Carla Maria de; Viana,Maick da Silveira; Brandt,Ricardo; Oliveira,Lays Guimarães Amorim de; Andrade,Alexandro

    2011-01-01

    JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A síndrome da fibromialgia (SFM) é de difícil diagnóstico e tratamento, caracterizada pela ocorrência de dores musculoesqueléticas associadas a distúrbios do sono, rigidez matinal, cefaleia crônica e distúrbios psíquicos. O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos de 32 sessões de caminhada orientada sobre a qualidade do sono, estados de humor, depressão e impacto da SFM sobre a qualidade de vida de mulheres com SFM. MÉTODO: Foram incluídas nove mulheres com dia...

  17. A visibilidade do trabalho das mulheres ticunas da Amazônia The visibility of work among ticuna women in the Amazon

    OpenAIRE

    Iraildes Caldas Torres

    2007-01-01

    Este artigo se ocupa de uma análise do artesanato indígena da Amazônia, confeccionado pelas mulheres ticunas, o qual se apresenta como um produto importante no desenvolvimento sustentado da comunidade rural Bom Caminho, no estado do Amazonas. Trata-se de um cotejamento de dados observados e coletados no processo de consultoria realizada ao Sebrae/Amazonas no ano de 2004. Mostra o trabalho das mulheres como o elemento ordenador da economia doméstica na etnia ticuna, sob o primado de uma divisã...

  18. ANOTAÇÕES SOBRE A AUTO-ORGANIZAÇÃO DAS MULHERES: O EXEMPLO DA VIA CAMPESINA NO BRASIL E DO MST

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claúdia Mazzei Nogueira

    2011-12-01

    Full Text Available Esse texto trata, em especial, da luta por uma divisão sócio-sexual do trabalho mais justa, travada pelas mulheres inseridas nos movimentos sociais presentes no espaço rural, que tem como objetivo a igualdade substantiva. Para tanto, indicamos e analisamos, introdutoriamente, alguns elementos que perfazem a auto-organização das mulheres do MST e Via Campesina no Brasil, que tem como apoio a centralidade do trabalho enquanto fundamento ontológico necessário para a luta da classe trabalhadora contra a “exploração” agroindustrial.

  19. Participação masculina na contracepção pela ótica feminina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carvalho Marta LO

    2001-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar as percepções das mulheres sobre a participação masculina na contracepção. MÉTODOS: Foram realizadas entrevistas domiciliares na Região Sul do Município de São Paulo. A amostra contou com 254 usuárias de métodos reversíveis que referiram, durante a entrevista, ter parceiro sexual. Trabalhou-se com análise estatística dos dados e técnica de análise de conteúdo. RESULTADOS: Em 78,8% dos casos, o método contraceptivo usado era de uso feminino, prescindindo da participação masculina para sua eficácia (pílula, injetáveis, DIU, diafragma. Apesar da alta concentração de métodos femininos, 82,7% responderam que o companheiro participava do processo da contracepção, evidenciando uma desvinculação entre método usado e percepção da participação masculina. As principais categorias referentes à representação feminina sobre a participação do parceiro na contracepção foram o apoio à mulher usuária de método feminino e o uso eventual de método masculino, quando a mulher necessitava suspender temporariamente o uso de seu método contraceptivo. CONCLUSÕES: As mulheres interpretaram a participação masculina na contracepção como uma atividade de apoio ao uso de métodos femininos de alta eficácia. O apoio do parceiro pode revelar-se pela aquisição da pílula, pela ação de lembrar a mulher de tomá-la ou pela opinião sobre o número de filhos desejado. A mulher assume a contracepção como atividade de sua responsabilidade, e o papel desempenhado pelo parceiro é vivenciado como uma função acessória.

  20. Participação masculina na contracepção pela ótica feminina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marta LO Carvalho

    2001-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar as percepções das mulheres sobre a participação masculina na contracepção. MÉTODOS: Foram realizadas entrevistas domiciliares na Região Sul do Município de São Paulo. A amostra contou com 254 usuárias de métodos reversíveis que referiram, durante a entrevista, ter parceiro sexual. Trabalhou-se com análise estatística dos dados e técnica de análise de conteúdo. RESULTADOS: Em 78,8% dos casos, o método contraceptivo usado era de uso feminino, prescindindo da participação masculina para sua eficácia (pílula, injetáveis, DIU, diafragma. Apesar da alta concentração de métodos femininos, 82,7% responderam que o companheiro participava do processo da contracepção, evidenciando uma desvinculação entre método usado e percepção da participação masculina. As principais categorias referentes à representação feminina sobre a participação do parceiro na contracepção foram o apoio à mulher usuária de método feminino e o uso eventual de método masculino, quando a mulher necessitava suspender temporariamente o uso de seu método contraceptivo. CONCLUSÕES: As mulheres interpretaram a participação masculina na contracepção como uma atividade de apoio ao uso de métodos femininos de alta eficácia. O apoio do parceiro pode revelar-se pela aquisição da pílula, pela ação de lembrar a mulher de tomá-la ou pela opinião sobre o número de filhos desejado. A mulher assume a contracepção como atividade de sua responsabilidade, e o papel desempenhado pelo parceiro é vivenciado como uma função acessória.

  1. Violência contra a mulher e políticas públicas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Blay Eva Alterman

    2003-01-01

    Full Text Available DIFERENTEMENTE dos inúmeros estudos existentes, de excelente qualidade, esta pesquisa busca investigar não apenas a chamada violência doméstica mas os vários tipos de homicídio - tentativa ou consumação - de mulheres, de todas as faixas etárias. Ela investigou e procurou comparar como este crime era tratado: 1. pela mídia (especialmente jornais de 1991 e de 2000; pelo rádio e televisão; 2. nos Boletins de Ocorrência das Delegacias de Policia da capital de São Paulo (do ano de 1998; 3. nos Processos Judiciais, através de uma amostra representativa dos cinco Tribunais do Júri da Capital de São Paulo (de 1997. Desejava saber como a mídia tão resistente a principio se comportava na passagem do século XXI face à violência contra a mulher, o que os BOs registravam e como eram julgados os assassinos/as de mulheres. Os complexos resultados obtidos revelaram mudanças em alguns segmentos e um concomitante mecanismo que retroalimenta a antiga violência nas relações sociais de gênero. Concluindo propõe-se a implantação de uma política transversal de gênero para enfrentar a violência.

  2. Vivências de mulheres submetidas à braquiterapia: compreensão existencial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Tereza Scramin Rosa

    2008-12-01

    Full Text Available Neste estudo, busquei compreender as vivências de mulheres portadoras de câncer uterino antes de submeterem ao tratamento braquiterápico. Trata-se de uma pesquisa qualitativa embasada na fenomenologia existencial de Martin Heidegger que possibilitou a apreensão dos momentos vividos por esses seres. Para participar dessa pesquisa, procurei por mulheres que haviam iniciado algum tipo de tratamento para câncer uterino. Selecionei aquelas que se submeteram à radioterapia em uma clínica de radioterapia situada no noroeste do Paraná, e, a posteriori, seriam submetidas à braquiterapia no período compreendido entre os meses de abril a maio de 2006. Foram entrevistadas quatro mulheres em um hospital especialista em oncologia no norte do Paraná, antes de iniciarem a braquiterapia. Para buscar os discursos dos sujeitos, utilizei a seguinte questão norteadora: “O que você sente antes de vivenciar a braquiterapia”? Da interpretação emergiram três temáticas: O ser-com-o-outro inautêntico no convívio do hospital; angústia ante o desconhecimento do tratamento; religiosidade: o caminho da esperança. Os resultados obtidos revelam a importância do cuidado holístico ao Ser que vivencia esta facticidade, pois, muitas vezes, a subjetividade do cuidado fica absorvida pela massificação das regras e normas institucionais.

  3. Saúde reprodutiva e mulheres indígenas do Alto Rio Negro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marta Azevedo

    Full Text Available O presente artigo descreve e analisa as concepções próprias das mulheres indígenas do Alto Rio Negro sobre saúde reprodutiva, relacionando-as a indicadores de fecundidade. As informações qualitativas apontam para um conhecimento detalhado e complexo que as mulheres indígenas dessa região possuem sobre seu corpo e os cuidados com sua saúde. Os níveis e padrões etários da fecundidade estão relacionados com a etnia das mulheres, portanto, aos sistemas tradicionais de cuidados com a saúde desses povos. A pesquisa foi desenvolvida entre 1997 e 2003, na região de Iauaretê, Terra Indígena Alto Rio Negro (AM, e teve como primeira fonte de dados o Censo Indígena Autônomo do Rio Negro - CIARN-, levado a efeito pela Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro - FOIRN - em 1992.

  4. Mulheres do petróleo

    OpenAIRE

    Perrelli, Marly Terezinha

    2005-01-01

    Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologia A participação das mulheres no mercado de trabalho de trabalho ocupa lugar de destaque no campo das ciências humanas e sociais nos últimos anos. A presente pesquisa refere-se à dissertação do Mestrado em Psicologia (UFSC/UNOESC) que teve como objetivo principal identificar os sentidos atribuídos por homens e mulheres ao desempenho em tarefas antes...

  5. A mulher entre (invisibilidades e corpos adormecidos: percebendo o gênero nas tessituras do silêncio

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisca Lailsa Ribeiro Pinto

    2014-10-01

    Full Text Available Este trabalho documental de cunho qualitativo pretende tecer gestos de interpretação acerca das representações da mulher a partir do romance A casa das belas adormecidas apontando para vestígios da segregação social e política a que as mulheres foram historicamente situadas que ocasionaram em sua ampla invisibilidade enquanto sujeito. Desta forma, Kawabata descreve as profundezas da alma feminina através da aparição do corpo em cena enquanto objeto de desejo, cuja invisibilidade mostra-se produzida a partir de discursos que caracterizam e distinguem lugares sociais para homens e mulheres apresentando muitas vezes o mundo doméstico como “verdadeiro” lugar da mulher. Nossos fundamentos teóricos baseiam-se em PERROT (2003, BEAUVOIR (1949 e LAURETIS (1994 e LOURO (1997, para que sejam lançados olhares reflexivos acerca do silenciamento ocasionado pela representação simbólica das diferenças entre os sexos, que apoiam e sustentam um sistema de gênero que ainda preserva resquícios da desigualdade entre os gêneros na atualidade.

  6. Mulher: uma “classe desprivilegiada em alta conta”

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isabelle Anchieta

    2011-12-01

    Full Text Available Dos grupos desprivilegiados, a mulher ocupa uma posição no mínimo curiosa. Ao contrário dos demais, como os negros e homossexuais, ela é exaltada socialmente pela maternidade, beleza, divindade e virtude. Símbolo da liberdade e da igualdade na Europa, na América e na Ásia, ela está simultaneamente à margem de posições sociais de prestígio na vida política, no trabalho e na família, há mais de vinte séculos. Será que o poder feminino foi ou ainda é apenas simbólico? Mas, se as imagens e os símbolos são fundamentais ao poder, por que, no caso feminino, há uma separação entre a vida real e a vida simbólica? Para responder a essas questões, será aqui feita uma análise comparativa entre dois sociólogos: o canadense Erving Goffman, na obra L’arrangement des sexes (sem tradução para o português, publicada em 1977, e o francês Pierre Bourdieu, com a obra A dominação masculina, de 1998, além do diálogo com estudos feministas e historiadores do gênero.

  7. Atividade reflexiva com mulheres que sofreram violência doméstica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Eduarda Ramos

    Full Text Available Este trabalho está baseado em uma atividade reflexiva de grupo com mulheres que sofreram violência doméstica. Esse grupo teve como objetivos: promover discussões que propiciassem a reflexão das mulheres sobre novas formas de enfrentamento das situações de violência ou das consequências desta e formar uma rede social de apoio às mulheres e oportunizar vivências de interação entre as participantes para gerar aprendizagem, desenvolvendo mudanças na sua realidade social. Para isso, foram utilizadas reflexões de ensino-aprendizagem baseadas nas teorias de Paulo Freire, nas quais todos(as ensinam e aprendem. O grupo proporcionou a aprendizagem de novas formas de agir e pensar por meio da interação entre suas participantes. As mudanças foram percebidas através dos relatos sobre a forma pela qual conseguiam buscar seus direitos de igualdade de gênero, ou ainda, como estavam agindo, não se submetendo às agressões físicas e psicológicas de seus companheiros, repensando suas atitudes em relação a eles. Identificou-se, por meio deste trabalho, que, quanto mais agentes multiplicadores se mobilizarem para fazer algo, mais se promove uma sociedade que reflita sobre os papéis estabelecidos para mulheres e homens, sobre a desigualdade de gênero, os direitos humanos e a violência doméstica.

  8. Significado da busca de tratamento por mulheres com transtorno depressivo atendidas em serviço de saúde público

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Martin

    2012-12-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo de caráter etnográfico foi analisar o significado da busca de tratamento por mulheres com transtorno depressivo atendidas em um Núcleo de Atenção Psicossocial do município de Santos, São Paulo, Brasil. Foram identificados, neste contexto: o tratamento da depressão no serviço (do encaminhamento ao atendimento, as noções de doença elaboradas pelas mulheres e o consumo de medicamentos. Ficaram evidentes: a banalização da depressão, a importância do psiquiatra e do uso de antidepressivos e ansiolíticos no tratamento. Os padrões encontrados de consumo dos medicamentos pelas mulheres sugerem a ocorrência de uma "toxicomania medicamentosa". O uso de medicamentos, além da ação farmacológica, possui uma ação simbólica, no sentido de conforto e cuidado. O trabalho aponta para a necessidade de se articularem o significado das experiências das mulheres e as abordagens terapêuticas da depressão na construção das políticas públicas de saúde mental.

  9. As mulheres ou os silêncios da Procissão do Fogaréu

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Clovis Carvalho Britto

    2011-01-01

    Full Text Available This paper is the result of preliminary reflections on the transformation of women's participation in festivities of Brazilian popular Catholicism and it had as research object the Procession of “Fogaréu” in the city of Goiás-GO. Its goal is to understand the place occupied by women in the fabric of religious-symbolic economy and the implications of this strangled voice. / O presente texto é fruto de reflexões preliminares sobre as transformações da participação das mulheres nas festividades do catolicismo popular brasileiro tendo como objeto de pesquisa a Procissão do Fogaréu na cidade de Goiás-GO. Seu objetivo é compreender o lugar ocupado pelas mulheres na trama de economia simbólico-religiosa e as implicações dessa voz embargada.

  10. Violência física contra a mulher na perspectiva de profissionais de saúde

    OpenAIRE

    Moreira, Simone da Nóbrega Tomaz; Galvão, Lílian Lira Lisboa Fagundes; Melo, Carmen Oliveira Medeiros; Azevedo, George Dantas de

    2008-01-01

    OBJETIVO: Compreender a percepção de profissionais de saúde sobre a violência física cometida contra a mulher por parceiro íntimo. PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS: Trata-se de estudo qualitativo com 30 profissionais de três unidades de saúde vinculadas ao Sistema Único de Saúde no município de Natal (RN), realizado em 2006. Foram conduzidas entrevistas semi-estruturadas em três núcleos temáticos: idéias associadas à violência física sofrida pela mulher, atuação dos profissionais de saúde e papel ...

  11. Promoção à saúde da mulher negra no povoado Castelo, Município de Alcântara, Maranhão, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Deuzilene Pedra Viegas

    Full Text Available Resumo A Política Nacional de Saúde para a Mulher Negra dispõe de um aparato legal que dá suporte a sua implementação, conquistado pelo movimento negro. Tendo como parâmetro as legislações referentes à saúde da população negra e à saúde da mulher, além dos documentos disponibilizados pela Secretaria Municipal de Saúde de Alcântara, este trabalho teve como objetivo geral analisar os serviços básicos de saúde prestados às mulheres negras do povoado Castelo e como objetivos específicos realizar levantamento empírico dos programas e projetos voltados para mulheres negras oferecidos pelo município de Alcântara; verificar se no povoado Castelo há algum atendimento específico para mulheres negras; identificar as principais demandas das mulheres da comunidade ao serviço de saúde local; averiguar como o quesito cor está sendo empregado pela equipe da Estratégia Saúde da Família que atende a comunidade. A metodologia consistiu em identificar, através de documentos disponibilizados pela Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS, as ações e serviços voltados para as mulheres na comunidade, e por meio de questionário aplicado aos profissionais, seus conhecimentos sobre a Política Nacional de Saúde Integral da População Negra. Concluímos que, apesar do aparato legal, reconhecido e citado pela SEMUS em seu Plano de Saúde atual, as legislações não têm sido suficientes para que esse segmento social tenha suas peculiaridades reconhecidas. Informações básicas para planejamento de ações específicas, como a coleta do quesito cor, por exemplo, não são realizadas pela SEMUS. Não identificamos nenhuma ação planejada que considere as características raciais e étnicas das mulheres da comunidade.

  12. Aspectos diferenciais da inserção de mulheres negras no Programa Bolsa Família

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silvana Aparecida Mariano

    2013-08-01

    Full Text Available O artigo discute resultados de uma pesquisa realizada com mulheres titulares do Programa Bolsa Família (PBF em Uberlândia-MG e Londrina-PR, de modo a analisar possíveis variações relacionadas à condição de desigualdade, levando-se em consideração o quesito cor/raça das respondentes. Uma análise interna sobre o público atendido pelo Programa Bolsa Família (PBF, nesses municípios brasileiros, nos permite constatar as diferenças existentes, mesmo estando todas essas pessoas em situação de pobreza. As situações de pobreza são multifacetadas e o seu caráter multidimensional envolve situações como aquelas que podem ser explicadas pela variável raça/etnia. Este trabalho trata sociologicamente de algumas das tessituras da vida social de mulheres negras que vivem em situação de pobreza e de extrema pobreza, com experiências marcadas pela condição de gênero e de cor/raça. Nossos resultados indicam que o PBF exerce mais influência no cotidiano das mulheres negras, em comparação com as brancas. Contudo, tal influência não gera o impacto de equalizar a situação entre esses dois grupos de mulheres.

  13. História do cuidado à mulher na Maternidade Carmela Dutra, Florianópolis-SC, Brasil (1956-2001

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vitoria Regina Petters Gregório

    2012-10-01

    Full Text Available Este estudo objetivou analisar as práticas de cuidado desenvolvidas pelas enfermeiras à mulher na Maternidade Carmela Dutra, de Florianópolis, Santa Catarina, no período de 1956 a 2001. Pesquisa qualitativa com abordagem sócio-histórica. Foram entrevistadas nove enfermeiras, utilizando-se a técnica de História Oral Temática. Os dados foram categorizados utilizando-se análise de conteúdo temática, com base no referencial foucaultiano. Emergiram quatro categorias: Contexto da Maternidade; Práticas de cuidado à mulher na admissão; Práticas de cuidado à mulher no parto e Práticas de cuidado à mulher no puerpério. Concluiu-se que o cuidado prestado à mulher na maternidade foi exercido por religiosas e parteiras, por enfermeiras leigas e por enfermeiras obstétricas, numa trajetória que vai do cuidado laico ao profissional, entrelaçado por relações de saber-poder demarcadas por lutas e resistências ao poder médico hegemônico da época.

  14. Caracterização da dor em mulheres após tratamento do câncer de mama

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vânia Tie Koga Ferreira

    2014-03-01

    Full Text Available Este estudo pretendeu caracterizar e localizar a dor nas mulheres submetidas ao tratamento por câncer de mama. Estudo de caráter exploratório, descritivo, com abordagem quantitativa, pelas medidas de tendência central e percentual. Pesquisa desenvolvida no Núcleo de Ensino e Pesquisa e Assistência na Reabilitação de Mastectomizadas com 30 mulheres. Os dados foram coletados no período de fevereiro a agosto de 2008, por meio de instrumento contendo variáveis capazes de caracterizar e localizar a dor, e foram tratados por meio de média, mediana, moda e desvio-padrão e percentual. Destacou-se que 56,7% mulheres referiram que a dor é diária, 46,7% mulheres referiram que a dor teve início após a cirurgia da mama, e para 40% a dor é constante. Conhecimento, reconhecimento e manejo do sintoma permitem ofertas terapêuticas alternativas para o alívio da dor, minimizando efeitos físicos e emocionais que podem ser causados na vida de mulheres submetidas ao tratamento por câncer de mama.

  15. Incontinência urinária entre mulheres climatéricas brasileiras: inquérito domiciliar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guarisi Telma

    2001-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Por inquérito populacional domiciliar, investigar a prevalência de incontinência urinária de esforço e os fatores a ela associados em mulheres climatéricas. MÉTODOS: Realizou-se análise secundária de dados de um inquérito populacional domiciliar sobre o climatério e a menopausa em mulheres do município de Campinas, SP, Brasil. Foram selecionadas, por meio de estudo descritivo e exploratório de corte transversal, por processo de amostragem, 456 mulheres, na faixa etária de 45 a 60 anos de idade. Exploraram-se a queixa de incontinência urinária e os fatores de risco possivelmente relacionados -- idade, estrato socioeconômico, escolaridade, cor, paridade, tabagismo, índice de massa corpórea, cirurgias ginecológicas anteriores, estado menopausal e uso de terapia de reposição hormonal. Os dados foram coletados por entrevistas domiciliares, com questionários estruturados e pré-testados, adaptados pelos autores e fornecidos pela Fundação Internacional de Saúde, pela Sociedade Internacional de Menopausa e pela Sociedade Norte-Americana de Menopausa. A análise dos dados foi realizada por razão de prevalência (IC 95%. RESULTADOS: Das mulheres entrevistadas, 35% referiram perda urinária aos esforços. Nenhum dos fatores sociodemográficos estudados se mostrou associado ao risco de incontinência urinária. Também a paridade não alterou significativamente esse risco. Outros fatores como cirurgias ginecológicas anteriores, índice de massa corpórea e tabagismo não se mostraram associados à prevalência de incontinência urinária. O estado menopausal e o uso de terapia de reposição hormonal não modificaram o risco de incontinência urinária de esforço. CONCLUSÃO: Apesar de a prevalência de incontinência urinária em mulheres climatéricas ter sido alta, não se mostrou associada aos fatores socioeconômicos e reprodutivos abordados.

  16. PELA GANDONG SEBAGAI SARANA PENYELESAIAN KONFLIK

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Julia Masringor

    2017-01-01

    Full Text Available The research, entitled “Pela Gandong as a Conflict Resolution Tool in Maluku” aims First to know and analyze the role of Pela Gandong in Maluku society tradition. Secondly, to know and analyze Pela Gandong in the context of Law Number 7 Year 2012. Based on the research result, it can be concluded that First, conflict is a feud and/or physical clash with violence between two or more community groups that take place within a certain time and have a wide impact, resulting in insecurity and social disintegration that disrupts national stability and impedes national development. Secondly, Pela means a bond, while Gandong means siblings, so Pela Gandong is a bond of unity and raising one another. Third, the resolution of the conflict in Maluku according to Law No. 7 of 2012 provides a portion for customary institutions to resolve the conflict, the result of the settlement of the conflict through customary institutions has a binding force for the community groups involved in the conflict.

  17. A arte de ser Beija-Flor na tripla jornada de trabalho da mulher

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriane Vieira

    2013-06-01

    Full Text Available Com presença expressiva no mercado de trabalho, as mulheres vêm ampliando continuamente sua participação nos mais diversos cargos e funções, no entanto continuam sendo as principais responsáveis pelas atividades do lar e pelo cuidado dos filhos. A situação agrava-se com a crescente demanda por qualificação, exigindo que essas trabalhadoras cumpram, muitas vezes, três jornadas de trabalho: profissional, familiar e educacional. Este estudo teve como objetivo analisar os mecanismos de dominação refletidos nas ações de mulheres que "conciliam" as atividades profissionais, o cuidado com a família e as exigências da educação continuada, utilizando como referência principal o trabalho de Pierre Bourdieu. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, cuja coleta de dados ocorreu através de entrevista, buscando obter as histórias orais temáticas de cinco mulheres. Os relatos foram submetidos à técnica de análise do conteúdo e os resultados revelam que a busca pela qualificação deriva da preocupação com a empregabilidade e que a disputa profissional está ligada não apenas ao gênero, mas também à concorrência com profissionais mais jovens. Apesar de as mulheres fazerem referência ao início de uma revisão da divisão sexual de tarefas do lar, a empregada doméstica ainda se revela fundamental nesse processo de delegação e de conciliação. Para se dedicar aos estudos, elas abdicaram do lazer, não como um sacrifício, mas sim como um ato de nova significação das coisas. Tal qual beija-flor, que conjuga trabalho e reprodução das espécies botânicas, elas esperam conciliar as jornadas com rapidez, mas também com graça e leveza.

  18. As necessidades de informação de mulheres mastectomizadas subsidiando a assistência de enfermagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Regiane Aparecia dos Santos Barreto

    2008-03-01

    Full Text Available A mastectomia é um procedimento cirúrgico agressivo acompanhado de conseqüências traumatizantes nas experiências de vida e saúde da mulher, portanto a assistência de enfermagem no período perioperatório é fundamental. Para tanto esse estudo objetiva: verificar junto às mulheres quais as informações que gostariam de receber no pré-operatório de mastectomia, levantar as necessidades de informações no pós-operatório e contribuir com a elaboração de um protocolo de assistência de enfermagem perioperatória à mulher mastectomizada. Pesquisa qualitativa realizada por meio de entrevistas gravadas, norteadas por questões abertas com 16 mulheres atendidas em ambulatório de um hospital público em Goiânia-GO, no primeiro semestre de 2006. Os dados foram submetidos a análise. As respostas foram categorizadas em 2 classes de necessidades: a pré e a pós-operatória, e 5 subcategorias: no pré-operatório: ser operada; sentindo o tratamento; o câncer em mim; o adaptar-se a nova vida; estar internada; no pós-operatório: meu pós-operatório; voltando a rotina, aparência e cuidados; continuando o tratamento; prevenindo as complicações. Todas as dúvidas trazidas pelas mulheres foram pertinentes ao tratamento, à cirurgia e à internação, cabendo à enfermagem e aos demais membros da equipe de saúde, uma assistência focalizada na cliente e em suas necessidades, contribuindo para a qualidade do tratamento.

  19. EMPREENDEDORISMO FEMININO: MULHERES GERENTES DE EMPRESAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anna Beatriz Cautela Tvrzska de Gouvêa

    2008-09-01

    Full Text Available A realidade da mulher gestora da micro e pequena empresa desperta interesse pelo estudo do gênero feminino no ambiente destas organizações. Analisar as características, considerações e entendimentos de um grupo de mulheres, que participam de uma associação empresarial de comercio e indústria de Santa Catarina, Brasil, constituiu-se no objetivo deste estudo. A pesquisa exploratória, com método qualitativo, foi realizada por meio de entrevista estruturada, com análise de conteúdo. Os resultados evidenciam que as gestoras apresentam idade entre 33 e 54 anos, na maioria casadas e com filhos, e com formação acadêmica de nível superior. A maioria trabalha mais de nove horas por dia. Participam, em média, com 50% do valor no orçamento familiar. Consideram-se, em sua maioria, mulheres de sucesso. Entendem como estratégia a necessidade de conhecimento acerca do negócio e a dedicação à empresa. Os resultados do estudo são semelhantes aos encontrados na literatura de empreendedorismo feminino.

  20. Mulheres candidatas: relações entre gênero, mídia e discurso Women candidates: gender, media and discourse relations

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudia Maria Finamore

    2006-09-01

    Full Text Available Tendo como pano de fundo a sobreposição das presenças da mulher e do político nas candidaturas a cargos públicos, neste artigo discutimos o peso da mídia na influência sobre a escolha dos eleitores e a posição destes como intérpretes dessas mensagens midiáticas. Assumindo um entendimento que relativiza o poder da mídia, indicamos como a idéia de discurso de (e sobre gênero pode ser compreendido como mediador dessa influência. Embora pesquisas indiquem que a presença da mulher na mídia como candidata, transformada em um produto de marketing, tendem a desqualificá-la, esses efeitos apenas acompanham o estereótipo da mulher restrita à cena privada, alimentado por um discurso social que identifica o lugar da mulher como sendo o lar, longe, portanto, do espaço público. A mídia, assim, além de sua responsabilidade pela instalação desse lugar de mulher, atua pela sua manutenção. Concluímos que a participação política das mulheres se apresenta intimamente ligada a como elas são representadas no senso comum, indicando que uma mudança da participação política feminina passaria pela mudança nos discursos hegemônicos sobre as mulheres, discursos esses que atravessam os indivíduos e os grupos sociais.On this paper we discuss, within the cross over of two representations - woman and politic function - the media's power to influence voters' choices and their roles as interpreters of media messages. Under a position that understands the relativity of the media's power, we set the idea of gender discourse as a mediator of its influence. Whereas literature shows how a candidate suffers an important effect of media exposition, transformed in a marketing product, we suggest that women in politics suffer from the stereotype that states "women's place is at home". We conclude that women politic participation is strongly linked to the way in which they are represented in the common sense and a change in the hegemonic discourses

  1. Influência da dor no controle postural de mulheres com dor cervical

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Soares

    2013-03-01

    Full Text Available DOI: http://dx.doi.org/10.5007/1980-0037.2013v15n3p371 O objetivo foi verificar a influência da dor no controle postural de mulheres com dor cervicale a relação com as possíveis alterações nos sistemas sensoriais e postura corporal.O grupo dor cervical foi composto por mulheres, entre 20 e 50 anos, com dor cervicalpor mais de três meses e o grupo controle por 20 mulheres sem dor cervical. Para caracterização, utilizaram-se anamnese, índice de incapacidade cervical e Escala Visual Analógica. O equilíbrio postural foi avaliado por uma plataformade força. O equilíbrio com manipulação dos sistemas sensoriais foi avaliado pela posturografia dinâmica Foam-laser, expondo o indivíduo a seis testes de organização sensorial. A postura foi avaliada pelo Software de Avaliação Postural. Normalidade das variáveis verificada pelo teste de Shapiro Wilk etestes t de Student e Mann Whitney para comparação entre grupos, nível de significânciade 5%. Os grupos apresentaram homogeneidade nas variáveis demográficas. No equilíbrio postural, observou-se maior amplitude e velocidade de deslocamento do centro de pressão no grupo dor cervical, demonstrando maior oscilação postural. Houve diferença significativa no ângulo crâniovertebral, mostrando anteriorização da cabeça nas mulheres sintomáticas. Na posturografia dinâmica,observou-se diferença entre os grupos sendo que o escore obtido nas seiscondições sensoriais demonstrou que o grupo dor cervical apresentou maior comprometimento do equilíbrio. Dor cervical e postura anteriorizada da cabeçatêm efeito deletério no controle postural de mulheres sintomáticas, tanto na postura estática quanto na postura dinâmica.

  2. Mulher Oficial no Exército. Uma perspectiva na área da liderança

    OpenAIRE

    Ferreira, Tânia

    2008-01-01

    A liderança tem um papel cada vez mais crucial na sociedade contemporânea e em particular devido à competitividade imposta pela globalização. Ao nível militar esta assume uma nova dimensão com a profissionalização e a entrada das mulheres nas Forças Armadas. O presente estudo, insere-se na problemática da liderança quanto ao género, tendo como objectivo principal caracterizar os comportamentos de liderança dos jovens oficiais, nomeadamente em área...

  3. Prevalência de isquemia miocárdica na cintilografia em mulheres nos períodos pré/pós-menopausa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniel Augusto Message dos Santos

    2013-12-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: No período pós-menopausa, a presença dos fatores de risco para doença arterial coronária (DAC aumentam. Entretanto, não é bem estabelecida a diferença de prevalência de isquemia miocárdica em mulheres pré/pós-menopausa com múltiplos fatores de risco para DAC. OBJETIVO: Comparar a prevalência de isquemia na cintilografia de perfusão miocárdica com sestamibi-99mTc (CPM em mulheres nos períodos pré/pós-menopausa e avaliar se a menopausa pode ser considerada fator preditor de risco independente para isquemia em mulheres com múltiplos fatores de risco para DAC. MÉTODOS: Analisamos, retrospectivamente, 500 CPM de mulheres pré/pós-menopausa, com múltiplos fatores de risco cardiovascular. A análise estatística foi realizada por teste exato de Fisher e pelas análises univariada e multivariada, sendo considerado significativo o valor de p < 0,05. RESULTADOS: Do total, 55,9% das mulheres estavam no período pós-menopausa, 83,3% eram hipertensas, 28,9% diabéticas, 61,2% dislipidêmicas, 32,1% tabagistas, 25% obesas e 34,3% já apresentavam DAC conhecida. No grupo pós-menopausa, as mulheres eram mais hipertensas, diabéticas e dislipidêmicas, e tiveram menor capacidade funcional no teste ergométrico (p = < 0,005. Não houve diferença estatística significativa na presença de isquemia na CPM entre os grupos pré/pósmenopausa (p = 0,395. A única variável associada à isquemia na CPM foi a presença de DAC prévia (p = 0,004. CONCLUSÃO: Os resultados obtidos sugerem que, em mulheres com múltiplos fatores de risco para DAC, a menopausa não foi fator preditor independente de isquemia na CPM. Essas informações reforçam a ideia de que a investigação de isquemia pela CPM em mulheres com múltiplos fatores de risco para DAC talvez deva iniciar antes da menopausa.

  4. Mulheres na informática: quais foram as pioneiras?

    OpenAIRE

    Schwartz,Juliana; Casagrande,Lindamir Salete; Leszczynski,Sonia Ana Charchut; Carvalho,Marilia Gomes de

    2006-01-01

    É importante mostrar que as mulheres tiveram papel imprescindível no desenvolvimento da área de software, para, deste modo, estimular as mulheres para a informática. Assim, o objetivo deste artigo é fornecer modelos femininos na área de informática, apresentando mulheres pioneiras que tiveram importante participação no desenvolvimento da computação. Sendo a informática uma ciência, a relação entre mulher e ciência é brevemente analisada, fornecendo um embasamento teórico dos motivos que levam...

  5. Volume uterino em adolescentes avaliado pela ultra-sonografia Uterine volume in teenagers evaluated by ultrasound

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisco Mauad Filho

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar o volume uterino de mulheres entre 10 e 40 anos, verificando-se se o volume uterino de adolescentes é menor que o volume uterino de mulheres entre 20 e 40 anos. Procuram-se enfatizar as diferenças entre o volume uterino de adolescentes e mulheres adultas correlacionando-as com a imaturidade do trato genital de adolescentes para a gravidez e o parto. MÉTODOS: estudo transversal, no qual 828 pacientes entre 10 e 40 anos foram divididas em dois grupos e avaliadas por meio da ultra-sonografia transabdominal para aferição do volume uterino. O primeiro grupo (Ad foi formado por 477 (57,7% adolescentes e o segundo grupo (Ma por 351 (42,3% mulheres adultas entre 20 e 40 anos. No grupo Ad, os exames ultra-sonográficos foram realizados por um único observador e no grupo Ma, por um grupo de médicos que seguiram a mesma metodologia utilizada no grupo Ad. Os aparelhos ultra-sonográficos utilizados foram Image Point HX (Hewlett Packard e Hitachi 525, com transdutor convexo multifreqüencial. O cálculo do volume uterino foi obtido pelos diâmetros longitudinal (DL, ântero-posterior (DAP e transverso (DT, multiplicados pela constante 0,45. RESULTADOS: o volume uterino de adolescentes entre 10 e 17 anos foi menor que o volume uterino de mulheres entre 20 e 40 anos (p0,05. CONCLUSÃO: o volume uterino de adolescentes com menos de 18 anos ou primíparas é menor que o volume uterino de mulheres entre 20 e 40 anos. Entretanto, adolescentes com 18 anos ou mais, ou secundíparas, têm volume uterino similar ao volume uterino de mulheres entre 20 e 40 anos.PURPOSE: to evaluate the uterine volume in women between 10 and 40 years in order to observe if the uterine volume in adolescents is smaller than the uterine volume in women between 20 and 40 years. We intend to emphasize the differences between the uterine volume of adolescents and that of adult women and to correlate with the immaturity of the genital tract of adolescents regarding

  6. Vulnerabilidade de mulheres em união heterossexual estável à infecção pelo HIV/Aids: estudo de representações sociais

    OpenAIRE

    Larissa Silva Abreu Rodrigues; Mirian Santos Paiva; Jeane Freitas de Oliveira; Sheva Maia da Nóbrega

    2012-01-01

    O artigo discute as representações sociais de mulheres em união heterossexual estável no que diz respeito à vulnerabilidade à infecção pelo HIV/AIDS. Os dados foram produzidos pela associação livre de palavras e constituem recorte de uma pesquisa fundamentada na Teoria das Representações Sociais desenvolvida com mulheres soronegativas para o HIV, da capital e interior da Bahia. A análise fatorial de correspondência revelou significância para as variáveis: procedência, escolaridade e tempo de ...

  7. Histórias de empoderamento: um estudo sobre o processo vivenciado por mulheres que ocupam cargos de alto escalão na administração pública e de empresas em Belo Horizonte

    OpenAIRE

    Gizelle de Souza Mageste

    2008-01-01

    Essa pesquisa teve como objetivo compreender o processo de empoderamento de mulheres que ocupam cargos de alto escalão na administração pública e de empresa em Belo Horizonte. Por meio de entrevistas de história de vida foram investigadas as experiências vivenciadas pelas mulheres entrevistadas buscando compreender o processo por elas empreendido na busca de maior autonomia e empoderamento. A análise dos resultados revelou que o processo de empoderamento é muito complexo e vai muito além d...

  8. Lesões craniofaciais em mulheres vítimas de violência doméstica e familiar : registros do Departamento Médico Legal de Vitória (ES), entre 2004 e 2008

    OpenAIRE

    Talita Lima de Castro

    2011-01-01

    Resumo: A violência contra a mulher é considerada um problema de saúde pública, causando impacto na qualidade de vida pelas lesões físicas, psíquicas e morais que acarreta. Com o intuito de coibir a violência doméstica e familiar, foi promulgada em 2006 a Lei 11.340, conhecida como Lei Maria da Penha. Diante da necessidade de quantificar e caracterizar o problema da violência contra a mulher, o presente trabalho buscou analisar a quantidade de casos antes e após a referida Lei, investigar os ...

  9. A revolução tem o rosto de camponês? "Um estudo de caso da participação ativa das mulheres na irrigação Paramo venezuelano

    OpenAIRE

    Caretta, Martina Angela; Stockholm University; Cadena Montero, Gloria Yulier; Instituto de Geografía y Conservación de Recursos Naturales; Sulbarán, Luisana; Instituto de Geografía y Conservación de Recursos Naturales; Sandoval, Rafael; Instituto de Geografía y Conservación de Recursos Naturales

    2015-01-01

    Na Venezuela, a participação das mulheres nos processos de tomada de decisão tem sido aprofundado pela revolução bolivariana. Embora tenha sido demonstrado que as alterações legislativas têm feito para envolver as mulheres nas áreas urbanas, não há estudos sobre contrapartes rurais. Este artigo é um primeiro passo para resolver essa lacuna científica. Foram usados ​​para este metodologias qualitativas e ...

  10. Em cena: empoderamento de mulheres diretoras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria das Dores Cardoso Frazão

    2014-12-01

    Full Text Available A pesquisa situa-se entre os estudos feministas e a história da educação. A questão inicial trata de: como se constitui a mulher diretora que se empodera? A partir dessa questão, analisa-se este processo, em que se conhece o cotidiano destas pessoas e identifica-se a relação entre seus saberes e poderes, para, em seguida, compreender o entrelaçamento entre a territorialidade e o empoderamento político, social e psicológico das diretoras. A pesquisa abrangeu o período de 2007/2009, em seis escolas da Rede Municipal de Paço do Lumiar, localidade distante 28 quilômetros de São Luís, capital do Estado do Maranhão. Esta Rede possui quarenta e sete escolas, das quais quarenta e quatro são dirigidas por mulheres, sete destas foram nossas informantes, tendo uma sido exonerada e reconduzida ao cargo. Assim, questiona-se como alguns sujeitos percebem o poder e o trabalho das diretoras. Para tanto, realizou-se entrevista com o secretário adjunto de educação deste município e colheu-se quatorze depoimentos de sujeitos das escolas que acompanharam o trabalho das informantes mencionadas, o que possibilitou ampliar a compreensão acerca do objeto de estudo. O caminho para entender o processo de empoderamento é a trajetória profissional destas mulheres, utilizando entrevistas semiestruturadas, instrumento pertinente à metodologia da História Oral, cujo enfoque tem possibilitado dar voz, sobretudo, às minorias culturais e discriminadas como as mulheres. A pesquisa traz contribuições teóricas internacionais de Bourdieu (1996, 1997, 2004, 2005, 2006, Perrot (1998, Deere e León (2002; contribuições nacionais de Costa (1998, Freire (1987, 1992, 1996, Haesbaert (2005, 2006, 2007, por fim, as locais de Ferreira (2007, Motta (2003, Trovão (1994. Com isso, entende-se que o empoderamento implica abandonar as imagens de mulheres como eternas vítimas que impregnam nossa memória ou como supermulheres, que não dão boas manchetes. Ao falar

  11. Women, media and democracy Mulheres, mídia e democracia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eurídice Furtado Monteiro

    2009-09-01

    Full Text Available Women, media and democracy — The media's portrayal of female political candidates is a central concern in the book Politics: Women's Words by Raquel Paiva. Her work will undoubtedly contribute to dismantle the discourses and discriminatory practices that hamper women's political participation in contemporary democracies. A presente resenha enfatiza que é a forma pela qual os meios de comunicação social retratam as candidaturas políticas femininas que preocupa Raquel Paiva, autora de Política: palavra feminina, um livro que certamente contribuirá para desmontar os discursos e as práticas discriminatórias acerca da participação política das mulheres nas democracias contemporâneas.

  12. Vivência da mulher jovem com câncer de mama e mastectomizada

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thayse Gomes de Almeida

    2015-09-01

    Full Text Available ResumoObjetivo:O objetivo deste estudo foi compreender a vivência da mulher jovem diagnosticada com câncer de mama e mastectomizada.Métodos:Trata-se de uma pesquisa qualitativa com abordagem fenomenológica, fundamentada no referencial heideggeriano. Após a aprovação do projeto pelo Comitê de Ética, foram realizadas entrevistas livres, guiadas pela seguinte pergunta norteadora: Como foi pra você ter câncer de mama e ser submetida à mastectomia? Participaram da pesquisa sete mulheres com idade entre 18 e 35 anos.Resultados:Foram obtidas três categorias temáticas: Vivência da descoberta do câncer; Vivência do tratamento em busca da cura do câncer; Vivência da superação do câncer.Conclusão:O fenômeno revela-se permeado de angústia e perplexidade diante do estar-no-mundo com câncer de mama, por desconhecer que um diagnóstico tão sombrio pode pertencer ao mundo do jovem.

  13. As mulheres como pilar da construção dos programas sociais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Yumi Garcia dos Santos

    Full Text Available Este artigo analisa o modo como as políticas públicas voltadas para a saúde e a assistência social no Brasil se consolidam a partir da centralidade da atuação das mulheres pobres. Por meio de uma pesquisa qualitativa e de análise das trajetórias das usuárias e das agentes de ponta dos ditos "novos" programas sociais brasileiros, pretende-se mostrar que o sucesso que tais programas têm conquistado depende, em grande medida, da atuação dessas mulheres mediadoras dentro da lógica conservadora da divisão sexual do trabalho e da disposição feminina para o cuidado. Em particular, as agentes, em contraponto às usuárias, têm acesso à mobilidade social que as tira do confinamento na esfera privada pela sua presença no mercado de trabalho. No entanto, o maior ganho dessa mobilização feminina a baixo custo e de alta produtividade é direcionado às instituições gestoras dos "novos" programas sociais em questão, desde as organizações filantrópicas até os governos.

  14. Previdencia social e mulher no contexto brasileiro

    OpenAIRE

    Jane Marchi Madureira

    2004-01-01

    Resumo:O presente estudo busca entender melhor algumas das dimensões envolvidas no tema "condição feminina no âmbito da reforma previdenciária dos anos 90', tendo como cenário as perspectivas do mercado de trabalho como definidor da possibilidade de acesso do trabalhador à previdência social. Além de fomecer elementos estatísticos para enfrentar a escassez de dados, que tão freqüentemente fragiliza os argumentos, a dissertação pode contribuir com o debate sobre a situação da mulher no âmbito ...

  15. Corpos de mulheres em (re)vista

    OpenAIRE

    Freitas, Patricia de

    2005-01-01

    Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em História. Através da análise de artigos que circularam na Revista de Ginecologia e d' Obstetrícia entre os anos de 1907-1978, foi possível observar como um grupo de médicos representou experiências exclusivamente femininas, como a menopausa, além de apreender a construção de dois campos de conhecimento sobre a mulher na medicina no Brasil. Os artigos apresentados ...

  16. Se num passado remoto uma mulher...

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simone Guimarães Matheus

    2008-03-01

    Full Text Available A mulher que escreveu a Bíblia, de Moacyr Scliar,é um romance de estrutura complexa e constitui-­se de duas narrativas diferenciadas, inclusive, na apresentação gráfica. A primeira narrativa, em itálico, é conduzida por um narrador-­personagem anônimo, um fracassado professor de História que se torna, de forma pouco confiável, em um “terapeuta” de vidas passadas.

  17. Medicalização do corpo da mulher e criminalização do aborto no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniele de Andrade Ferrazza

    2016-04-01

    Full Text Available Resumo O presente trabalho tem como objetivo refletir sobre a medicalização do corpo e a criminalização do aborto no âmbito do gerenciamento de população de caráter biopolítico. A criminalização do aborto no Brasil permitirá que mulheres pobres se submetam as precárias formas de descontinuação da gravidez e sejam brutalmente vítimas dessa opção. A “vida matável” dessas mulheres não está somente desprovida de direitos, mas da própria qualidade do humano. A descriminalização deve romper com discursos médicos morais para promover o atendimento público para mulheres que queiram optar pela prática do aborto, sem discriminação de raça, credo, etnia e classe social.

  18. A Psicologia na área rural: os assentamentos da reforma agrária e as mulheres assentadas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gislayne Cristina Figueiredo Vasquez

    Full Text Available Este trabalho é um relato de intervenção realizada pela autora quando técnica da Fundação ITESP (Fundação Instituto de Terras do Estado de São Paulo, com grupos de mulheres assentadas de São Paulo. Durante o período de um ano e meio, foram realizadas reuniões de grupo semanais, abertas, com duração de aproximadamente duas horas cada. Essas intervenções se orientaram pelos pressupostos teóricos de Pichon-Rivière e de Bleger sobre o trabalho com grupos bem como por uma técnica denominada “clube dos saberes”, utilizados por terapeutas brasileiros no trabalho com pacientes psicóticos. Os grupos possibilitaram a discussão das questões de gênero nos assentamentos e tiveram como resultado um aumento na auto-estima, na autonomia e na capacidade organizativa dessas mulheres. Por outro lado, o trabalho foi dificultado, entre outros fatores, pelo desconhecimento da população rural acerca do que é Psicologia. O artigo termina tecendo considerações acerca do papel da Psicologia na área rural bem como evidencia a necessidade de nos voltarmos para o homem e a mulher do campo e para sua subjetividade.

  19. Programa Bolsa Família e violência doméstica contra a mulher no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gustavo Carvalho Moreira

    Full Text Available Resumo A violência contra as mulheres implica custos diretos e indiretos ao indivíduo, à família e à sociedade, atingindo principalmente as classes de baixa renda. Diante dessa realidade, o presente estudo procurou analisar como uma política pública de transferência de renda condicionada - Programa Bolsa Família (PBF é capaz de influenciar tal fenômeno. Os resultados encontrados apresentam evidências de que o PBF possui efeito de aumentar a violência contra a mulher. Ademais, aquelas domiciliadas no meio rural, com baixa escolaridade e com rendimentos relativamente menores aos do cônjuge são as que merecem maior atenção, uma vez que este grupo possui maior risco de sofrer violência. Como sugestão, as políticas públicas deveriam expandir a condicionalidade da saúde para a mulher por meio de ações educativas, como o acompanhamento da situação intrafamiliar, que é fornecido pela assistência social do Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família - PAIF.

  20. Cuidado e conforto durante o trabalho de parto e parto: na busca pela opinião das mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Telma Elisa Carraro

    2006-01-01

    Full Text Available La obstetricia moderna considera el parto un evento médico-quirúrgico y adopta un modelo de asistencia técnica. Se esperaba que estos avances tecnológicos ayudasen el trabajo de los cuidadores, proporcionando condiciones y tiempo para ser y estar junto al ser humano. Sin embargo, el adelanto tecnológico y científico muestra una enorme fragilidad en relación al cuidado. En el presente estudio, se realizó una investigación cualitativa y cuantitativa, descriptiva prospectiva, que evaluó la opinión de las mujeres puérperas sobre los métodos utilizados para su cuidado y consuelo durante el trabajo de parto y en el parto. Este trabajo es un recorte de los datos cualitativos, enfocando los sentimientos de las mujeres puérperas durante esta vivencia. Con los resultados obtenidos deseamos contribuir en la adaptación de los métodos de cuidado y consuelo, proporcionando un trabajo de parto humanizado, desencadenando en la parturienta su confianza en sí misma y en el equipo, facilitando e incentivando el parto normal, el ejercicio saludable de su sexualidad y también la prevención de la muerte materna.

  1. GRUPO TERAPÊUTICO COM MULHERES COM TRANSTORNOS DE ANSIEDADE: AVALIAÇÃO PELA ESCALA DE ANSIEDADE DE HAMILTON

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    ÂNGELA MARIA ALVES E SOUZA

    2008-01-01

    Full Text Available La necesidad de evaluar la asistencia a un grupo de mujeres nos llevó a la aplicación de una escala. Fueron seleccionadas dieciocho usuarias con diagnóstico de trastornos neuróticos, relacionados al estrés y somato formes. Se aplicó la Escala de Evaluación de Ansiedad de Hamilton (HAM-A con el objetivo de verificar el nivel de ansiedad antes y después de empezar las sesiones grupales. Realizamos 16 sesiones semanales, con desarrollo de técnicas de relajación y arte terapia, y como referencial la Terapia de Gestalt de corta duración. Después de las secciones de grupo, el nivel de ansiedad de las mujeres acompañadas a través de abordaje grupal, tuvo reducción significativa en lo que se refiere a los síntomas que habían aparecido como características determinantes para su sufrimiento psíquico.

  2. Mulheres enfrentando as violências: a voz dos operadores sociais Women facing violence: the voice of social workers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Dewes Presser

    2008-09-01

    Full Text Available Este artigo tem o objetivo de esclarecer a rota crítica de mulheres do município de São Leopoldo no enfrentamento da violência, por meio da análise das práticas discursivas de um grupo de trabalhadores de instituições sociais. Realizou-se uma seleção intencional de instituições dos setores saúde, educação, policial, jurídico-legal e comunitário e foram entrevistados dois representantes de cada setor. A partir das práticas discursivas dos operadores, percebemos que a violência praticada contra as mulheres é um problema de elevada frequência e baixa resolubilidade institucional. No processo da rota crítica - o caminho percorrido pelas mulheres para romper com a violência - muitas não recebem o acolhimento nos serviços. Apesar da criação do Centro de Referência para Mulheres, ainda há muito a ser feito para efetivar as políticas públicas. Os depoimentos dos trabalhadores sociais foram enunciados a partir da posição institucional que ocupam, e, nesses discursos, eles minimizaram os pedidos de ajuda das mulheres, culpabilizando-as. Os operadores ligados às organizações comunitárias foram os mais solidários e compreensivos. Os resultados da pesquisa mostram que não há uma única rota ou itinerário ideal; pelo contrário, a rota percorrida pelas mulheres é longa, dolorosa e nem sempre eficiente. Nem todas as rotas empreendidas pelas mulheres em São Leopoldo puderam ser conhecidas, porém o fato de outros serviços estarem sendo disponibilizados na cidade, certamente possibilitará o traçado de outros caminhos.This article investigates the critical path followed by women facing violence in the city of São Leopoldo through the analysis of discursive practices of a group of workers from social institutions. An intentional selection of institutions was carried out, including the following areas: health, education, police force, law and community. Two representatives of each sector were interviewed. Based on the

  3. Mulheres em uma aula de hidroginástica: experenciando o interrelacionamento grupal - doi:10.5020/18061230.2004.p8

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karla Maria Carneiro Rolim

    2012-01-01

    Full Text Available Este trabalho reporta a experiência vivenciada por enfermeiras com o uso da dinâmica grupal em um grupo de mulheres com idade entre 60 e 80 anos que freqüentavam aulas de hidroginástica, tendo como objetivo promover uma reflexão sobre o autocuidado em saúde, favorecendo a vivência de práticas de educação em saúde e o desenvolvimento de habilidades. O cenário escolhido para a experiência foi um parque olímpico do pólo esportivo de uma escola da rede particular de ensino, localizada em Fortaleza-Ce, desenvolvida nos meses de maio e junho de 2002. O processo metodológico foi desenvolvido através de oficinas educativas, que contemplaram o cuidado intrapessoal, interpessoal, sócio-civilizatório, ecológico e vivências grupais. Para as mulheres idosas, a experiência trouxe empoderamento, pois contribuiu para participação, com liberdade de expressão. As autoras concluíram que trabalhar com grupos oportuniza aos enfermeiros a compreensão do sentir, pensar e agir de modo diferente, usando o conhecimento técnico-científico, envolvendo as relações humanas em busca de uma nova proposta de ação educadora em uma enfermagem reflexiva determinando ações transformadoras na sociedade.

  4. Desenvolvimento e validação de equação preditiva da gordura visceral em mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marina de Moraes Vasconcelos Petribu

    2012-04-01

    Full Text Available DOI: http://dx.doi.org/10.5007/1980-0037.2012v14n3p333 Os métodos atualmente disponíveis para avaliação da obesidade visceral apresentam limitações, tornando-os inviáveis para avaliação em grandes grupos de indivíduos. Esse estudo teve por objetivo desenvolver e validar equação preditiva para estimar a área de tecido adiposo visceral em mulheres jovens. Foram estudadas 64 mulheres entre 19 e 36 anos. As seguintes variáveis foram avaliadas: volume de gordura visceral (VGV (medido pela ultra-sonografia, Índice de Massa Corporal (IMC, Circunferência da Cintura, Razão Cintura-Estatura (RCE, Razão Cintura-Quadril, Índice de Conicidade, Perfil Lipídico e Glicemia de Jejum (GJ. As mulheres foram divididas em dois grupos: desenvolvimento (n=48 e validação (n=16 da equação. Foram propostas e validadas três equações para estimativa do VGV: Equação 1: VGV=-31,888+(4,044xIMC; Equação 2: VGV= -51,891+(248,018xRCE; Equação 3: VGV= -130,941 +(198,673 * RCE + (1,185xGJ, com poder preditivo de 34%, 24% e 45%, respectivamente. Não foi observada diferença estatisticamente significante entre os valores de VGV avaliados pela ultrassonografia e estimados pelas equações preditivas no grupo de validação. As equações propostas podem ser utilizadas para calculo do VGV de mulheres jovens, quando os exames de imagem não estiverem disponíveis, sendo uma ferramenta valiosa para estudos epidemiológicos e serviços de saúde.

  5. Enfrentamento da violência infligida pelo parceiro íntimo por mulheres em área urbana da região Nordeste do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raquel de Aquino Silva

    2012-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever as formas de enfrentamento à violência física adotadas por mulheres agredidas por parceiro íntimo. MÉTODOS: Estudo transversal realizado na linha de base de estudo de coorte, com gestantes cadastradas no Programa Saúde da Família, entre julho de 2005 e março de 2006, em Recife, PE. Foram selecionadas 283 gestantes de 18 a 49 anos com histórico de violência física pelo parceiro de então ou mais recente antes e/ou durante a gestação. As entrevistas foram realizadas face a face, com questionário estruturado e pré-codificado, e realizou-se análise descritiva. Foi coletada informação sobre características sociodemográficas das mulheres, tipos e gravidade da violência física cometida pelo parceiro, formas de enfrentamento da violência, pessoas e serviços de apoio procurados pelas mulheres, motivos para a mulher ter alguma vez abandonado e retornado a casa em razão da violência. RESULTADOS: Das mulheres que sofreram violência física pelo parceiro íntimo, 57,6% conversaram com alguém, 3,5% procuraram ajuda institucionalizada, 17,3% conversaram e procuraram ajuda institucionalizada e 21,6% não procuraram nenhuma forma de ajuda. As pessoas mais procuradas foram os pais (42,0%, amigo/amiga (31,6% e irmão/irmã (21,2%. Os serviços mais procurados pelas mulheres foram: polícia/delegacia (57,6%, serviços de saúde (27,1% e instituições religiosas (25,4%. Relataram não ter obtido qualquer tipo de ajuda 44,8% das mulheres; 32,1% disseram ter saído de casa alguma vez na vida, pelo menos por uma noite, das quais 5,9% não retornaram a casa. Foram motivos para deixar a casa: a exacerbação da violência e o medo de ser morta; para o retorno: a esperança de mudança do parceiro e o desejo de preservar a família. CONCLUSÕES: Grande parte das mulheres que sofriam violência por parceiro íntimo buscou alguma forma de ajuda. A rede social primária (familiares e amigos foi a mais procurada pelas mulheres

  6. Vivência da obesidade e do emagrecimento em mulheres submetidas à cirurgia bariátrica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Alberto Domingues do Nascimento

    2013-06-01

    Full Text Available O presente estudo objetivou investigar em mulheres submetidas à cirurgia bariátrica os aspectos psicológicos relacionados à sua condição de obesa e ao seu emagrecimento. O método utilizado foi o descritivoexploratório, de abordagem qualitativa. Os dados permitiram, inicialmente, constatar que a obesidade, além de comprometer a saúde física, restringe a vida afetiva e social, pois impõe um autoconceito negativo e inibidor dos vínculos interpessoais. Com o processo de emagrecimento após a cirurgia, observa-se uma acentuada melhora das condições físicas e emocionais, as quais influenciam e são influenciadas pela reformulação positiva do autoconceito. Todavia, o emagrecimento tanto pode acarretar demandas estéticas irrealizáveis como certas vivências de despersonalização, as quais favorecem a desadaptação emocional ou a ocorrência de transtornos psíquicos. Pelas mudanças identitárias que acarreta, a cirurgia exige, preventivamente, o acompanhamento e o apoio psicológico às mulheres que a realizam.

  7. Morbidade referida e uso dos serviços de saúde por mulheres trabalhadoras, município de São Paulo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gomes Keila R O

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: O trabalho tem sido incorporado ao cotidiano das mulheres, levando-as a realizar dupla jornada e conciliar múltiplos papéis. Assim, realizou-se estudo para conhecer as queixas de morbidade e o uso dos serviços de saúde pela mulher trabalhadora. MÉTODOS: Estudou-se, por meio de inquérito domiciliar, morbidade aguda (30 dias antes da coleta de dados e crônica referida por população de 1.157 mulheres, na faixa etária de 10 a 49 anos, residentes na Região Sul do município de São Paulo. Os dados foram coletados de janeiro de 1992 a janeiro de 1993. Analisou-se a relação entre ter ou não atividade remunerada e idade, situação conjugal, escolaridade e nível social, baseado na ocupação informada pela mulher. RESULTADOS: Verificou-se que houve maior freqüência de queixa de morbidade aguda ou crônica entre mulheres que informaram ter atividade remunerada. Também foi entre essas mulheres que houve tendência à menor freqüência de procura por atendimento médico motivada pelo problema de saúde referido. As doenças respiratórias, em especial as gripes (72/1.000, foram as queixas agudas mais prevalentes, seguidas das queixas de dor abdominal e pélvica (13,2/1.000 cefaléia (11,4/1.000 e hipertensão (9,5/1.000. Quanto às queixas crônicas, as maiores prevalências foram de hipertensão (39,7%0, dorsopatias (26,5%0, bronquite (24,6%0 e gastrite e duodenite (24,6%0. CONCLUSÕES: As mulheres trabalhadoras queixaram-se mais de problemas de saúde que as donas de casa, mas utilizaram tanto quanto ou menos os serviços de saúde, para a maioria das causas de morbidade analisadas.

  8. 40 anos de independência. Uma reflexão em torno da condição da mulher angolana

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ermelinda Liberato

    2016-09-01

    Full Text Available A comemoração dos 40 anos de independência de Angola constitui o ponto de partida para fazermos um balanço sobre a condição e a posição da mulher naquele país ao longo desse período. Por se tratar de um período longo, marcado por inúmeros acontecimentos que de uma forma ou de outra moldaram o país, dividimos a nossa análise em três momentos distintos: o primeiro corresponde ao período pós-independência, caracterizado pela luta das mulheres pelo reconhecimento da sua condição e pela sua afirmação; o segundo compreende o período pós-guerra (2002-2015, caracterizado por um crescimento económico significativo, de expectativas, sonhos e de esperança na melhoria da sua condição e posição na sociedade. O terceiro momento, mais atual, corresponde à análise da realidade, numa confrontação entre os dados recolhidos e a realidade observada que nos leva a concluir que as condições de vida da mulher angolana, e em particular a sua posição na sociedade é, de longe, muito mais complexa do que aquela que os documentos nos transmitem

  9. Violência doméstica e a Lei Maria da Penha: perfil das agressões sofridas por mulheres abrigadas em unidade social de proteção

    OpenAIRE

    Amaral,Luana Bandeira de Mello; Vasconcelos,Thiago Brasileiro de; Sá,Fabiane Elpídio de; Silva,Andrea Soares Rocha da; Macena,Raimunda Hermelinda Maia

    2016-01-01

    Resumo: A violência baseada no gênero tem se constituído em um fenômeno social que influencia sobremaneira o modo de viver, adoecer e morrer das mulheres. Este estudo visa conhecer as diferenças antes e após a criação da Lei Maria da Penha (LMP) nas agressões sofridas pelas mulheres que foram atendidas na Unidade de Proteção Especial do Estado do Ceará. Trata-se de um estudo seccional, exploratório-descritivo e documental. A amostra foi composta por 197 prontuários das mulheres atendidas em u...

  10. Você não enxerga nada\\": a experiência de mulheres vítimas de violência doméstica e a Lei Maria da Penha

    OpenAIRE

    Évelyn Priscila Santinon

    2010-01-01

    Este estudo buscou compreender a experiência das mulheres em situação de violência doméstica e familiar. A partir da clarificação desta questão central, buscou-se contribuir para a divulgação de meios jurídicos e jurisdicionais, melhorar a assistência integral à mulher vítima de violência doméstica na região leste do Município de São Paulo e viabilizar novas políticas públicas no tema violência contra a mulher. A opção foi pela pesquisa qualitativa, método etnográfico e conceitos da antropolo...

  11. A PRODUÇÃO DE SENTIDOS SOBRE MULHERES NEGRAS E O BRANQUEAMENTO DO MAGISTÉRIO NO RIO DE JANEIRO NA PRIMEIRA REPÚBLICA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Lúcia Rodrigues Muller

    2014-08-01

    Full Text Available Este artigo apresenta a presença de professoras negras no magistério do Rio de Janeiro, antigo Distrito Federal, no período da Primeira República correlacionando-o a um quadro explicativo do processo de construção simbólica que, no mesmo período,  retirou da mulher negra letrada a capacidade de apresentar-se como difusora e produtora de bens culturais. Para tal analisei a literatura produzida pelo pensamento social brasileiro no período, em especial textos de médicos eugenistas e de outros intelectuais que dialogavam com o pensamento eugênico. Demonstro que se transferiu às mulheres negras toda a carga negativa conferida ao grupo negro pelas teorias racistas, terminando por dificultar e praticamente impedir o acesso de mulheres negras aos cargos do magistério. Essas teorias então em voga entre as elites intelectuais,  acrescentadas de certa misoginia, presente no discurso eugenista,  terão conseqüências indeléveis no imaginário social brasileiro no que se refere às mulheres negras. Palavras chave: Educação, Professoras Negras, Racismo e Produção de Sentidos.

  12. Mulher portadora de câncer de mama: percepção sobre a doença, família e sociedade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sinvalana Schwerez Funghetto

    2003-10-01

    Full Text Available Estudo da compreensão das diferentes situações vivenciadas pelas mulheres portadoras de câncer de mama que participavam no grupo de apoio do Ambulatório de Quimioterapia, da Sociedade Hospital de Caridade de Santa Rosa - RS, no período de agosto de 1999 a setembro de 2000.Teve como objetivo, a partir de alguns conceitos teóricos da Teoria de Consecução de Metas, de Imogene King, avaliar a percepção da mulher portadora de câncer de mama em relação a sua doença, família e sociedade. Para coleta de dados foram realizadas entrevistas semi­estruturadas. À mulher, com câncer de mama, sente limitações de ordem social, física e emocional em busca de conhecimentos e de informações sobre a doença e a vida. À enfermagem cabe repensar a prática do cuidar de uma mulher com câncer de mama, assistindo­a com respeito, ética, valorização da vida humana e sensibilidade.

  13. A REPRESENTAÇÃO DAS MULHERES NEGRAS NO MERCADO DE TRABALHO NAS CIDADES BRASILEIRAS NO SÉCULO XIX

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Madalena Dias Freitas

    2012-07-01

    Full Text Available O presente artigo desenvolve uma leitura sobre a representação das mulheres negras nos espaços públicos de cidades brasileiras no século XIX, ressaltando as atividades exercidas pelas mulheres escravas, pobres, forras e livres no mercado de trabalho urbano, que sobreviviam atuando em diversas profissões como lavadeiras, quitandeiras, vendedoras, amas-de-leite, engomadeiras e cozinheiras. Mencionando aquelas que fazem parte dos trabalhos domésticos, algumas livres, algumas escravas e outras escravas de aluguel. Concluímos que, nas atividades de escravas de aluguel essas mulheres eram exploradas por seus senhores que obtinham uma renda significante. Estabelecemos, portanto, uma discussão à cerca do papel das amas-de-leite de aluguel, personagens importantes na cultura urbana do período, pois, além da atividade de amamentação, elas se alternavam em atividades domésticas como mucamas e vendedoras. Fazemos ainda uma discussão sobre a relação de afetividade estabelecida entre criança e a ama-de-leite, provocando certa influência no processo de aprendizagem e na formação cultural das crianças brancas que assimilaram tanto a linguagem como variados costumes e hábitos africanos. Nesse contexto, esse trabalho destaca ainda a presença das mulheres negras nas ruas das principais cidades brasileiras, evidenciando estas vendedoras com seus tabuleiros de quitutes, ocupando becos e travessas, dividindo o espaço do comércio de rua com outros negros escravos e livres.

  14. Aplicação da Lei Maria da Penha nas delegacias de mulheres: O caso do Rio de Janeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cláudia Abdala

    2011-10-01

    Full Text Available O artigo analisa a trajetória das queixas de violência conjugal prestadas por mulheres em cinco DEAMs do estado do Rio de Janeiro. São discutidos: o número de queixas realizadas e efetivamente transformadas em registros de ocorrência no período de 2005-2008; os diversos obstáculos encontrados pelas mulheres para tornar públicos os maus-tratos que sofrem e o impacto da sanção da Lei Maria da Penha no número de registros de ocorrência nessas delegacias. O estudo mostrou o risco que ainda hoje uma mulher corre quando decide denunciar a violência. Buscou-se também destacar o quanto à violência psicológica contra a mulher é naturalizada nas delegacias.  The article Application of the Maria da Penha Law at Police Stations for Women in Rio de Janeiro reviews the history of complaints of domestic violence reported by women in five DEAMs (special police stations for women in Rio de Janeiro state, Brazil. The study investigates the number of complaints made and effectively transformed into reports in the period 2005-2008, the various obstacles faced by women to make known the abuse they suffer and the impact of the sanctioning of the Maria da Penha Act on the number those reports. The study demonstrates the risk that women still run when they decide to report violence and the extent to which psychological abuse against women is naturalized in the police stations. Key words: domestic violence, complaints, Maria da Penha Act, Rio de Janeiro, police stations for women

  15. MEMÓRIAS NARRATIVAS DO PROJETO MULHERES DE FORTALEZA: IGUALDADE DE GÊNERO E INCLUSÃO SOCIAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Júlio César Ferreira Lima

    2017-03-01

    Full Text Available No Brasil, a abordagem por gênero revela entraves para inclusão feminina. Mesmo sendo a participação feminina maior que a masculina na aquisição de educação formal, mulheres são discriminadas em relação à inserção no mercado de trabalho. O Projeto Mulheres de Fortaleza (PMF, desenvolvido desde 2007 com mulheres em situação de vulnerabilidade, visa o aumento no nível de escolaridade, diminuição da exclusão econômica e conscientização dos direitos de cidadão. O objetivo geral do trabalho foi compreender a percepção das participantes das duas primeiras turmas acerca do PMF. Em específico foi preciso identificar interpretações sobre inserção e participação nas atividades e detectar ações para melhor aplicabilidade. O trabalho se caracterizou como um estudo de caso exploratório com abordagem qualitativa, a partir da interpretação de depoimentos orais de 26 mulheres. Foi aplicado o método indutivo para se chegar a uma conclusão ampla sobre a eficácia do Projeto. Concluiu-se que entre os pontos positivos estavam discussões sobre cidadania para uma melhor consciência de direitos e deveres, e a aprovação das atividades. Contudo, os resultados também apontaram pontos críticos de melhoria, sugeridos com bastante propriedade pelas participantes.

  16. Aspectos da flexibilidade de mulheres com síndrome de fibromialgia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcos Bezerra de Almeida

    2015-02-01

    Full Text Available DOI: http://dx.doi.org/10.5007/1980-0037.2015v17n2p238   Exercícios físicos em mulheres com síndrome de fibromialgia (SFM têm apresentado efeitos na força e potência aeróbica, contudo, os resultados acerca da flexibilidade têm sido controversos. Além disso, os estudos têm avaliado articulações específicas ou testes que envolvam apenas um único movimento corporal. Objetivou-se comparar o perfil de flexibilidade global de mulheres acometidas pela SFM e assintomáticas a partir de um protocolo de teste mais abrangente quanto ao número de movimentos e articulações envolvidas. Participaram da pesquisa 30 mulheres divididas em dois grupos: assintomáticas (n = 15; 50,2 ± 8,2 anos; 63,0 ± 9,6 kg; 157 ± 6 cm e fibromiálgicas (n = 15; 47,3 ± 9,4 anos; 61,9 ± 12,2 kg; 159 ± 7 cm. A flexibilidade medida pelo Flexiteste foi avaliada pelo índice global de flexibilidade (flexíndice e pelos cinco índices de variabilidade da mobilidade articular: intermovimentos (IVIM, intra-articulação (IVIA, flexão-extensão (IVFE, entre segmentos (IVES e distal-proximal (IVDP. Todos os índices foram calculados com base nos resultados dos 20 movimentos do flexiteste. Não houve diferença no flexíndice entre os grupos (44,4 ± 3,7 vs 45,7 ± 4,1 pontos, para assintomáticas e fibromiálgicas respectivamente; p=0,379; IC95% = -4,2 a 1,6. A maioria da amostra (83% apresentou nível de flexibilidade considerado na média da população para o gênero feminino e para cada faixa etária específica. Entre os índices de variabilidade da mobilidade articular apenas o IVIM apresentou diferença significativa. Mulheres assintomáticas e fibromiálgicas apresentam níveis globais de flexibilidade similares, mas com perfis diferentes.

  17. Experiências de mulheres sem filhos: a mulher singular no plural

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luci Helena Baraldo Mansur

    Full Text Available Este é um estudo exploratório das dimensões atribuídas à não maternidade, baseado na experiência de oito mulheres sem filhos, na faixa entre 40/50 anos. Através da análise qualitativa das narrativas e de um enfoque psicossocial, busca compreender e ultrapassar a abordagem tradicional e estigmatizada da não maternidade e evidencia a complexidade dessa experiência moldada na intersecção entre história, cultura, sociedade, família e personalidade. A não maternidade emerge como uma experiência multifacetada e com significados diversos, não apenas para as diferentes mulheres entrevistadas mas também para cada uma individualmente, em função da perspectiva e do momento em que foi avaliada ao longo do tempo.

  18. Função sexual de mulheres com infertilidade

    OpenAIRE

    Priscilla Bianchini Salomão

    2016-01-01

    Introdução: A infertilidade é uma condição que afeta, universalmente, um percentual expressivo (8-15%) dos casais da população, sendo esta, uma condição associada frequentemente, a um incremento nas taxas de disfunção sexual e desajuste conjugal. Objetivos: Avaliar a função sexual de mulheres com infertilidade conjugal e avaliar o risco para ansiedade e depressão em mulheres com infertilidade conjugal. Métodos: Estudo controlado com 280 mulheres em idade reprodutiva, sendo 140 atendidas no Se...

  19. Estresse em mulheres com Diabetes mellitus tipo 2

    OpenAIRE

    Lessmann, Juliana Cristina; Silva, Denise Maria Guerreiro Vieira da; Nassar, Silvia Modesto

    2011-01-01

    OBJETIVO: O objetivo do estudo foi investigar a relação entre estresse e Diabetes Mellitus Tipo 2 em mulheres. MÉTODO: Estudo transversal prospectivo, desenvolvido com 147 mulheres, utilizando a Escala de Estresse Percebido (PSS). RESULTADOS: Houve associação entre as variáveis testadas, sendo possível inferir que as mulheres com estresse elevado são as que vivenciaram sofrimento e apresentam controle glicêmico alterado, ou seja, com valores superiores a 180 mg/dL. A maioria relatou sofriment...

  20. Prevalência de comportamentos alimentares disfuncionais em mulheres idosas

    OpenAIRE

    Gomes, Fabiana Vanessa Silva

    2015-01-01

    Dissertação de mestrado em Psicologia Aplicada (área de especialização em Psicologia Clínica e da Saúde) Comportamentos alimentares disfuncionais são frequentes em jovens, mas pouco se sabe sobre a sua prevalência em mulheres idosas. Este estudo consiste em estudar a prevalência pontual de comportamentos alimentares disfuncionais em mulheres com 65 anos ou mais. Estudo de prevalência constituído por um momento de avaliação de duas fases com 342 mulheres entre os 65 e 94 anos...

  1. UMA ANÁLISE PRAGMÁTICA DA DESIGUALDADE SÓCIO-ESPACIAL ENTRE AS MULHERES VÍTIMAS DE VIOLÊNCIA DE GÊNERO EM PORTO VELHO – RONDÔNIA

    OpenAIRE

    Calderon Ribeiro, Srta Maria Ivanilse; Universidade Federal de Rondônia - UNIR; Silva, Maria das Graças Silva Nascimento; Universidade Federal do Estado de Rondôia

    2014-01-01

    Este artigo propõe uma reflexão sobre as dificuldades enfrentadas pelas mulheres vítimas de violência doméstica  na cidade Porto Velho, capital do Estado de Rondônia, em relação à busca de proteção e amparo pelas políticas públicas de enfrentamento a violência doméstica. Esta pesquisa iniciou-se a partir da prática e dos estudos de gênero no Grupo de Estudos e Pesquisa em Geografia, Mulher e Relações Sociais de Gênero – GEPGENERO da Universidade Federal de Rondônia - UNIR. No grupo participam...

  2. O estigma da violência sofrida por mulheres na relação com seus parceiros íntimos The stigma of violency suffered by women in their intimate relationship with partners

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Virginia Moreira

    2011-08-01

    Full Text Available Este artigo descreve uma pesquisa sobre o estigma da violência sofrida pelas mulheres na relação com seus parceiros íntimos. Focaliza a compreensão de quais fatores determinantes na relação agressivo-abusiva concorrem para que as mulheres sintam tanta dificuldade de denunciar seus agressores. Fizemos uso do método fenomenológico crítico mundano e, como instrumento, usamos entrevistas áudio-gravadas. Os resultados mostram que essas mulheres suportam várias modalidades de violência na relação com seus parceiros. Sentindo-se psicologicamente estigmatizadas, evitam a denúncia por não quererem ser reconhecidas pela sociedade como mulheres espancadas e maltratadas.This article describes a research about the stigma of violence suffered by women in their relationship with intimate partners. It focalizes the understanding on which determining factors in the aggressive/abusive relation concur in order that women feel so many difficulties to denounce their aggressors. We used the mundane critical phenomenological method and, as an implement, we used audio-record interviews. The results show that these women endure several modalities of violence in the relation with their partners. Feeling psychologically stigmatized, they avoid denouncing because they do not want to be recognized by society as trashed and ill-treated women.

  3. O consumo e a mulher consumidora

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Araujo

    2008-09-01

    Full Text Available Este artigo é o resultado de uma pesquisa realizada durante o ano de 2004, a qual buscou identificar a imagem da mulher veiculada em anúncios publicitários de calçados femininos. Para a realização deste projeto, foram analisadas revistas de circulação nacional que publicam para o segmento coureiro-calçadista. Palavras-chave: Anúncios publicitários; consumo; imagem feminina. ABSTRACT This article is the result of a piece of research carried through during 2004. The study tried to identify the feminine image propagated in different advertisements of feminine footwear. Magazines of national circulation published for the footwear segment were analyzed. Keywords: Advertisement pieces; comsuption; feminine image.

  4. As mulheres e a Guerra Colonial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    António Sousa Ribeiro

    2012-10-01

    Full Text Available Os textos reunidos neste número da Revista Crítica de Ciências Sociais tiveram a sua origem no colóquio “As Mulheres e a Guerra Colonial”, organizado pelo Centro de Estudos Sociais em colaboração com o Centro de Documentação 25 de Abril e realizado na Universidade de Coimbra, nos dias 22 e 23 de Maio de 2003, com a participação de especialistas nacionais e estrangeiros de diversas áreas. O terreno da guerra tem sido ao longo dos séculos um espaço essencialmente masculino; no entanto, desde a ...

  5. A trajetória de vida das mulheres judias, sobreviventes do Holocausto: relatos orais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lilian Ferreira Souza

    2013-03-01

    Full Text Available A partir do registro dos relatos orais sobre o Holocausto, pretendemos analisar testemunhos que expressem as trajetórias das mulheres sobreviventes do nazismo. Como critério, optamos pelas narrativas daquelas que passaram por guetos, campos de concentração e/ ou trabalho forçados. O foco está nas histórias de vida daquelas que escolheram o Brasil como comunidade de destino pressionadas pela política antissemita endossada pelo Terceiro Reich e países colaboracionistas que previam a “Solução Final” para o povo judeu. Assim, os registros dos testemunhos têm como objetivo documentar essas narrativas redimensionadas à luz de documentos pessoais. Para nós – intermediários e interlocutores – esse exercício de reflexão ajudará a (repensar a sociedade que, ainda hoje, convive com novos genocídios.

  6. Mulheres em construção: o papel das mulheres mutirantes na construção de casas populares Women's role in the social construction of popular houses

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rebeca Buzzo Fertrin

    2010-08-01

    Full Text Available O presente estudo buscou analisar o papel dos grupos sociais e das interações entre eles no processo de construção do artefato tecnológico 'casa popular', com destaque para o papel desempenhado pelas mulheres. O acompanhamento de um projeto habitacional em desenvolvimento e as informações coletadas de várias fontes revelaram que não apenas o artefato foi moldado pelas relações sociais, mas também que o processo construtivo por meio do mutirão provocou mudanças significativas nas relações anteriormente estabelecidas entre os moradores. Nesse contexto, alguns papéis sociais desempenhados pelas mulheres mutirantes foram alterados substancialmente: elas ocuparam a liderança nas negociações; assumiram o trabalho 'pesado' e 'perigoso' na obra e; construíram - juntamente com as casas - sua nova 'identidade feminina'.This article aimed at investigating the role of relevant social groups and their interaction in the shaping of a technological artefact, namely, a social housing project in which the future residents are themselves responsible for the construction work. In particular, it focuses on the role of the women in the group of future residents. The close observation of the development of the process together with information from documents and interviews revealed that not only the final artefact is shaped by the social groups but also that the interaction between and within such groups are considerably modified during the process. In particular, the social role of women was significantly changed: they steadly and firmly took ever the leading roles; they assumed all sorts of "heavy" and "dangerous" work and, they built, together with the houses, a new female identity.

  7. Envelhecer com HIV/AIDS : um estudo sobre a proliferação de HIV/AIDS em mulheres na cidade de Goiânia

    OpenAIRE

    Nascimento, Ana Júlia Rodrigues do

    2017-01-01

    A partir de observações empíricas e dados estatísticos divulgados pelo Ministério da Saúde, pela mídia e trabalhos acadêmicos na área da saúde e das ciências sociais, sabe-se que o número de mulheres infectadas pelo vírus HIV e doentes de AIDS aumentou consideravelmente no Brasil nos últimos anos. As causas do aumento são instigantes e motivaram o desenvolvimento dessa tese, que investiga o aumento dos índices de contaminação de mulheres na faixa etária a partir dos 35 anos, na cidade de Goiâ...

  8. Dos pés à cabeça: a reestruturação produtiva e a atuação das mulheres nas indústrias no município de Franca/SP

    OpenAIRE

    Moura, Lívia Marinho de [UNESP

    2011-01-01

    O presente trabalho incide sobre a realidade de algumas mulheres realmente corajosas e empreendedoras que resolveram deixar de lado os medos e as inseguranças introduzidas na sociedade pela realidade atual do mundo do trabalho. O município de Franca, conhecido mundialmente pela produção do calçado masculino, recebeu, de maneira impactante, todos os choques econômicos e sociais demandados das reestruturações produtivas e suas manifestações e conflitos trazidos à realidade da população. Foi rea...

  9. Gênero e justiça social multidimensional: fundamentos ético-políticos da Política Nacional para as Mulheres = Gender and multidimensional social justice: ethical and political foundations of the public policies for women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lima, Alex Myller Duarte

    2015-01-01

    Full Text Available O presente artigo objetiva investigar se os fundamentos ético-políticos implicados no desenho da Política Nacional para as Mulheres, em especial em sua mais recente concreção – o III Plano Nacional de Políticas para as Mulheres de 2013 –, possuem consistência e alcance suficientes para equacionar as complexas demandas sociais de início do século XXI, especialmente diante das diversas e mesmo conflitantes frentes de luta por justiça social. Como referencial, foi adotada a Teoria da Justiça da filósofa feminista Nancy Fraser, uma concepção multidimensional de justiça (econômica, cultural, política apropriada à época atual de capitalismo globalizante. A seguir, foi efetuada a análise dos fundamentos ético-políticos da Política Nacional para as Mulheres, com especial atenção ao mais recente Plano Nacional de Políticas para as Mulheres. Nesse passo, concluiu-se pela insuficiência das formulações atuais das políticas brasileiras para as mulheres

  10. Mulheres no tráfico de drogas: retratos da vitimização e do protagonismo feminino = Women in drug trafficking: pictures of female victimization and protagonism

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Barcinski, Mariana

    2016-01-01

    Full Text Available A partir das histórias relatadas por duas mulheres com um longo envolvimento passado na rede do tráfico de drogas em favelas do Rio de Janeiro, este ensaio tem por objetivo problematizar a tradicional vitimização e submissão com que usualmente a literatura caracteriza as trajetórias de mulheres criminosas. O que as histórias dessas mulheres atestam é que a possibilidade de ocuparem posições masculinas e obterem o respeito e o prestígio atribuído aos homens traficantes são grandes motivadores para o ingresso e a permanência de mulheres na rede do tráfico de drogas. Neste sentido, é pela apropriação de características e comportamentos masculinos, tais como a violência e a submissão de outras mulheres, que elas confirmam seu limitado poder

  11. A mobilização política das mulheres negras no Uruguai: considerações sobre interseccionalidade de raça, gênero e sexualidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Laura Cecilia López

    Full Text Available O artigo analisa a atual mobilização das mulheres negras no Uruguai em torno de demandas ao poder público. Relacionam-se as construções dessas mulheres como sujeito político com outros processos da diáspora africana nas Américas. O corpus etnográfico está conformado por entrevistas e observações de campo sobre movimentos negros e as disputas pela implementação de políticas de ação afirmativa no Cone Sul. A análise é guiada pela crítica decolonial e pela perspectiva da interseccionalidade, para pensar como se entrecruzam e se potencializam eixos de opressão, assim como para visualizar uma ação política que gera processos de desconstrução das desigualdades. Ressalta-se a centralidade do corpo como expressão na luta política das mulheres negras, entendida neste texto como representações do "corpo colonial" que são mobilizadas na constituição desse coletivo como sujeito político.

  12. HOMEM RAZÃO E MULHER EMOÇÃO: UMA ANÁLISE DA RELAÇÃO DICOTÔMICA ENTRE HOMENS E MULHERES NA VISÃO DOS ASSENTADOS(AS.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Chiozzini Martins-Suarez

    2016-08-01

    Full Text Available RESUMO O presente artigo convida o leitor a uma reflexão sobre o pensamento dual que caracteriza o caráter hierárquico da inter-relação homem/mulher a partir de palavras que dão significados ao que se compreende pelos termos que definem os dois sexos. Os vocábulos aqui referidos são aqueles que representam ideias opostas, não só no sentido léxico, mas também no que concerne a interpretação social dos atributos que definem homens e mulheres sustentados pela relação dicotômica existente entre eles. O objetivo deste trabalho é investigar a origem e aplicação destas expressões dentro de uma abordagem histórica e sociológica. Para esta análise, então, foi considerada a associação de termos opostos como: racional, superior, forte e externo ao homem e, palavras como: emocional, fraco, inferior e oculto à mulher. Para isso, a definição de família patriarcal, baseada na família estruturada a partir do poder do homem culminando na “inferiorização” da mulher, também foi levada em conta, desde sua origem no ambiente rural até seu reflexo na esfera urbana. Apoiado nestas premissas e conceitos, o presente artigo baseia-se na metodologia de análise do conteúdo das respostas de assentados e assentadas de três projetos de assentamento (P.A. localizados no estado de Sergipe a fim confrontar a teoria mencionada acima com as afirmações obtidas após categorização por sexo. Foram analisadas respostas dadas por homens e mulheres separadamente a partir dos dados coletados em uma pesquisa realizada no ano de 2009 e que resultou em tese de doutorado[1]. A intenção do artigo é buscar uma possível desconstrução da dualidade homem/mulher de caráter valorativo presente nas suas falas propondo ao leitor uma reflexão crítica sobre a prevalência do caráter “inferior” dado as mulheres, no sentido de desconstruir a relação emoção e inferioridade uma vez que este não é um dado biologicamente atribuído ao sexo

  13. Experiências de mulheres sem filhos: a mulher singular no plural

    OpenAIRE

    Mansur,Luci Helena Baraldo

    2003-01-01

    Este é um estudo exploratório das dimensões atribuídas à não maternidade, baseado na experiência de oito mulheres sem filhos, na faixa entre 40/50 anos. Através da análise qualitativa das narrativas e de um enfoque psicossocial, busca compreender e ultrapassar a abordagem tradicional e estigmatizada da não maternidade e evidencia a complexidade dessa experiência moldada na intersecção entre história, cultura, sociedade, família e personalidade. A não maternidade emerge como uma experiência mu...

  14. Mulheres olímpicas: cinema brasileiro, mulheres atletas e teoria feminista do cinema

    OpenAIRE

    Maia, Mayara Cristina Mendes

    2016-01-01

    Acreditamos que as recorrentes mudanças do cinema clássico, abrindo espaço no cinema para o pensamento feminista, tem chegado ao Brasil de diferentes formas e com diversas temáticas fortemente dentro do cinema independente. Neste sentido, nossa pesquisa surge da necessidade de compreender as transformações sociais e na produção audiovisual sobre a mulher atleta e suas possíveis relações com a Teoria Feminista do Cinema. Deste modo, nosso objetivo de trabalho foi analisar a obra cinematográfic...

  15. Women, social connections of sex and citizenship Mulheres, relações sociais de sexo e cidadania

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marie-Blanche Tahon

    2008-06-01

    Full Text Available The article calls into question the reason why the democratic modernism didn’t include, immediately, women inside its base origin: all men are born free and equal before law. The text supports that the legal recognition of women’s rights to control their own fecundity, throughout the 1980’s, was the fact that made possible for women to be included inside the democratic societies. By the moment when law recognized this right, all formal inequality among men and women were suppressed. This recognition made possible the formation of a demand for parity without suppressing the universalism principle. With the demand for homoparentage, this universalism might be discussed all over again, as in Quebec. The article debates epistemological elements susceptible of breaking the magic circle around de universal tautological defi nition and supports that the presence of sex is neither specifi c nor particular when it comes to women, or when it comes to men. Keywords: Citizenship. Sex social connections. Maternity. Homosexuality. Homoparentage. Procreation. O artigo questiona a razão pela qual a modernidade democrática não incluiu imediatamente as mulheres no princípio que a fundamenta: todos os homens nascem livres e iguais perante a lei. Sustenta que o reconhecimento legal do direito das mulheres de controlar sua própria fecundidade, em torno dos anos 1980, foi o fato que possibilitou a inclusão das mulheres nas sociedades democráticas. A partir do momento em que a lei reconheceu esse direito, toda desigualdade formal entre homens e mulheres acabou sendo suprimida. Esse reconhecimento permitiu formular a reivindicação da paridade sem abolir o princípio do universalismo. Com a reivindicação da homoparentalidade, esse universalismo é susceptível de ser rediscutido, como ocorre no Quebec. Traz para o debate elementos epistemológicos suscetíveis de romper com o círculo mágico que está em volta da definição tautológica do

  16. Identificação do papilomavírus humano por biologia molecular em mulheres assintomáticas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bernadete Nonnenmacher

    2002-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar a associação entre fatores epidemiológicos e infecção genital pelo papilomavírus humano (HPV. MÉTODOS: Realizou-se estudo transversal com 975 mulheres atendidas em um serviço público de rastreamento para o câncer cervical, em Porto Alegre, Brasil. As mulheres foram consideradas infectadas pelo HPV quando apresentaram o teste de DNA positivo para esse vírus, tanto pelo método de captura híbrida II (CH II como pelo método de reação em cadeia da polimerase (PCR. Mulheres infectadas pelo HPV foram comparadas com mulheres não infectadas oriundas da mesma população. RESULTADOS: Foram estudadas 975 mulheres. A prevalência observada de HPV (pela combinação dos métodos de DNA foi de 27%. Quando a análise de cada método de DNA foi feito isoladamente, a prevalência de HPV-DNA foi de 15% para a CH II e de 16% para PCR. Regressão logística múltipla incondicional foi utilizada na identificação dos fatores associados à infecção pelo HPV. Foi encontrada associação positiva com as seguintes variáveis: anos de escolaridade (11 anos: OR=2,05; IC95%=1,31; 3,20; referência: até oito anos de escolaridade; ser casada (OR=1,69; IC95%=0,78; 2,00; referência: ser solteira; parceiros sexuais ao longo da vida (dois parceiros: OR=1,67; IC95%=1,01; 2,77; quatro ou mais: OR=2,18; IC95%=1,15; 4,13; referência: um parceiro; idade da primeira relação sexual (15-16 anos: OR=4,05; IC95%=0,89; 18,29; referência: > ou = 22 anos. CONCLUSÕES: Vários fatores parecem estar associados à presença de infecção genital pelo HPV, especialmente aqueles referentes ao comportamento sexual (idade da primeira relação sexual, número de parceiros sexuais ao longo da vida e estado marital e aqueles relacionados à situação socioeconômica (escolaridade.

  17. Homens, gênero e violência contra a mulher Men, gender and violence against women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniel Costa Lima

    2008-06-01

    Full Text Available Considerando o compromisso do Estado brasileiro de coibir e prevenir a violência contra a mulher, firmado em várias conferências internacionais e tendo em vista a promulgação da Lei 11.340/06 - a Lei Maria da Penha -, este artigo tem como objetivo realizar uma reflexão sobre a incorporação dos homens e da perspectiva de gênero nos esforços de prevenção e atenção à violência contra as mulheres. Apesar do crescente interesse da literatura científica e da intervenção em saúde com o envolvimento dos homens, em especial, no campo dos direitos sexuais e reprodutivos, comparativamente, reflexões e intervenções com homens autores de violência contra a mulher têm recebido bem menos atenção de órgãos governamentais, não-governamentais e pela academia. O artigo apresenta alguns conceitos e dados sobre a violência contra as mulheres e descreve um panorama sobre a conexão entre gênero, saúde e masculinidades; analisa trabalhos que abordam os temas homens e violência contra as mulheres e apresenta algumas ações voltadas à prevenção dessa forma de violência junto à população masculina; e por fim tece algumas considerações finais sobre o tema.Considering the commitment made by the Brazilian Government to restrain and prevent violence against women, signed in various international conferences, and in view of the promulgation of the Law 11.340/06 - Lei Maria da Penha -, this article intends to develop a reflection on the incorporation of men and of the gender perspective in efforts to prevent and attend to violence against women. Despite the increasing interest of scientific literature and health intervention in the involvement of men, especially in the field of sexual and reproductive rights, comparatively, reflections and interventions directed at men who have committed violence against women have received far less attention from governmental and non-governmental institutions, and from the academy. The article

  18. Identificação do papilomavírus humano por biologia molecular em mulheres assintomáticas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nonnenmacher Bernadete

    2002-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar a associação entre fatores epidemiológicos e infecção genital pelo papilomavírus humano (HPV. MÉTODOS: Realizou-se estudo transversal com 975 mulheres atendidas em um serviço público de rastreamento para o câncer cervical, em Porto Alegre, Brasil. As mulheres foram consideradas infectadas pelo HPV quando apresentaram o teste de DNA positivo para esse vírus, tanto pelo método de captura híbrida II (CH II como pelo método de reação em cadeia da polimerase (PCR. Mulheres infectadas pelo HPV foram comparadas com mulheres não infectadas oriundas da mesma população. RESULTADOS: Foram estudadas 975 mulheres. A prevalência observada de HPV (pela combinação dos métodos de DNA foi de 27%. Quando a análise de cada método de DNA foi feito isoladamente, a prevalência de HPV-DNA foi de 15% para a CH II e de 16% para PCR. Regressão logística múltipla incondicional foi utilizada na identificação dos fatores associados à infecção pelo HPV. Foi encontrada associação positiva com as seguintes variáveis: anos de escolaridade (11 anos: OR=2,05; IC95%=1,31; 3,20; referência: até oito anos de escolaridade; ser casada (OR=1,69; IC95%=0,78; 2,00; referência: ser solteira; parceiros sexuais ao longo da vida (dois parceiros: OR=1,67; IC95%=1,01; 2,77; quatro ou mais: OR=2,18; IC95%=1,15; 4,13; referência: um parceiro; idade da primeira relação sexual (15-16 anos: OR=4,05; IC95%=0,89; 18,29; referência: > ou = 22 anos. CONCLUSÕES: Vários fatores parecem estar associados à presença de infecção genital pelo HPV, especialmente aqueles referentes ao comportamento sexual (idade da primeira relação sexual, número de parceiros sexuais ao longo da vida e estado marital e aqueles relacionados à situação socioeconômica (escolaridade.

  19. Fisioterapia : influência na qualidade de vida da mulher com cancro da mama : contributo para a qualidade do serviço em oncologia

    OpenAIRE

    Duarte, Nuno Miguel de Faria Bento

    2016-01-01

    RESUMO - O cancro da mama é uma preocupação da saúde pública a nível mundial, pela sua incidência, mortalidade e custos económicos associados. As terapias utilizadas no seu tratamento, embora eficazes, conduzem a alterações de todas as dimensões da Qualidade de Vida (QdV) da mulher com cancro da mama. A garantia de uma qualidade de serviço prestado deve ser uma prioridade das organizações de saúde, sendo a QdV uma medida de resultado. Partindo do pressuposto que em Portugal existe uma diferen...

  20. Mulheres HIV-positivas e grávidas: dificuldades dentro do casal. Experiência numa associação parisiense

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Béatrice Martin-Chabot

    2010-06-01

    Full Text Available O apoio à reflexão, a fim de estimular a dinâmica de vida abalada pelas angústias despertadas pelo anúncio de um resultado positivo na sorologia para o vírus da imunodeficiência humana (HIV, para a mulher que sabe que está grávida, exige abordagem benevolente. Constatamos que ante o anúncio desse diagnóstico, mortal a um prazo mais ou menos longo, a possibilidade de transmissão pela via materno-fetal é tomada em consideração pela mulher a quem se comunica que é satisfatório o resultado do protocolo médico de redução de riscos de transmissão da mãe à criança. Em compensação, os riscos de contaminação pela via sexual com seu parceiro impõem que essa mulher pense, pelo menos uma vez, como vai fazer para falar com ele, ou se vai se calar, com medo de ser levada a mal e rejeitada. Trata-se, portanto, além do sentimento de periculosidade ligado a esse vírus, de abrir para essa mulher uma reflexão acerca daquilo que é importante: para ela própria, para seu futuro, para o futuro do casal e para o futuro de seu filho que vai nascer.HIV-positive and pregnant women. Difficulties of a coupleExperience in an association in Paris. To support reflection in order to encourage the dynamics of life upset by the anxiety brought about by the announcement of HIV positive testing for a woman who learns that she is pregnant, requires empathy. We realize that the announcement of a fatal prognosis in a more or less distant future, the possible transmission of the virus to the fœtus is taken into account by a woman who is told about the medical protocol to reduce the risks of transmission between mother and child. However, the risk of transmission through sexual intercourse with her partner incites her to contemplate - at least once - the possibility of telling him or to remain silent for fear of being ill-considered and rejected. The point is that, in addition to the feeling that the virus is dangerous, the woman should consider what

  1. Modas de mulher, modos de comércio: camadas médias, cultura e economia na história do consumo moderno

    OpenAIRE

    Rocha,Everardo; Frid,Marina; Corbo,William

    2016-01-01

    Resumo O objetivo deste trabalho é investigar a recorrência de relações entre distintos movimentos do consumo na modernidade, a formação das “classes médias” e a construção do ideal da “mulher moderna”. Vamos analisar as formas pelas quais um determinado modelo de negócios, inaugurado pelos grandes magazines em meados do século XIX, estrutura um sistema para o comércio de bens e serviços que contribui para inserir contingentes das populações urbanas de camadas médias n...

  2. O que é lixo afinal? Como pensam mulheres residentes na periferia de um grande centro urbano

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rita de Cássia Franco Rêgo

    Full Text Available O lixo urbano constitui-se hoje uma preocupação ambiental nos grandes centros urbanos e ainda pouco se conhece sobre os efeitos à saúde causados pela disposição do mesmo a céu aberto, coleta inadequada e as práticas sanitárias da população em relação a estes resíduos. Como etapa inicial de um estudo epidemiológico que buscou a relação entre exposição ao lixo e diarréia em crianças, desenvolveu-se este estudo com o objetivo de conhecer como mulheres, residentes na periferia de um grande centro urbano, definem lixo, bem como as mesmas percebem a relação entre lixo e doença e entre lixo e outros aspectos ambientais. Em 1999, realizaram-se entrevistas com treze mulheres, em um bairro da periferia de Salvador, utilizando-se um roteiro semi-estruturado. Para a análise das entrevistas utilizou-se o aplicativo "diaricamp" do programa FileMaker. As entrevistadas definem o lixo como tudo que não serve para ser utilizado e o consideram como um problema quando este se encontra acumulado no ambiente, sendo capaz de provocar incômodos como mau cheiro ou poluição visual;quando serve como foco da presença de animais; provoca doenças em crianças e adultos, ou quando o poder para a solução do problema se desloca da esfera individual para o âmbito coletivo ou institucional.

  3. O que é lixo afinal? Como pensam mulheres residentes na periferia de um grande centro urbano

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rêgo Rita de Cássia Franco

    2002-01-01

    Full Text Available O lixo urbano constitui-se hoje uma preocupação ambiental nos grandes centros urbanos e ainda pouco se conhece sobre os efeitos à saúde causados pela disposição do mesmo a céu aberto, coleta inadequada e as práticas sanitárias da população em relação a estes resíduos. Como etapa inicial de um estudo epidemiológico que buscou a relação entre exposição ao lixo e diarréia em crianças, desenvolveu-se este estudo com o objetivo de conhecer como mulheres, residentes na periferia de um grande centro urbano, definem lixo, bem como as mesmas percebem a relação entre lixo e doença e entre lixo e outros aspectos ambientais. Em 1999, realizaram-se entrevistas com treze mulheres, em um bairro da periferia de Salvador, utilizando-se um roteiro semi-estruturado. Para a análise das entrevistas utilizou-se o aplicativo "diaricamp" do programa FileMaker. As entrevistadas definem o lixo como tudo que não serve para ser utilizado e o consideram como um problema quando este se encontra acumulado no ambiente, sendo capaz de provocar incômodos como mau cheiro ou poluição visual;quando serve como foco da presença de animais; provoca doenças em crianças e adultos, ou quando o poder para a solução do problema se desloca da esfera individual para o âmbito coletivo ou institucional.

  4. Mulheres rurais: tecendo novas relações e reconhecendo direitos Rural women: establishment of new relations and recognition of rights

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Celecina de Maria Veras Sales

    2007-08-01

    Full Text Available A presença das mulheres rurais na produção agrícola familiar é um fato. Mesmo na invisibilidade, não se pode negar que elas estão ocupando terras, plantando, colhendo, e cultivando o desejo de ter uma terra livre e usufruí-la com seu trabalho. Presentes na casa, no quintal, na roça e na luta pela terra, as mulheres tiveram ainda de lutar pelo direito de serem reconhecidas como trabalhadoras. A emergência das mulheres rurais nos movimentos sociais proporcionou seu aparecimento como sujeito político, rompendo sua invisibilidade como trabalhadora. Nesse aprendizado e experimentação as mulheres rurais criaram seu próprio movimento, consolidado na década de 1980. Desde então realizam encontros nacionais, marchas e campanhas, criaram coletivos de mulheres e conquistaram direitos. Os Coletivos de Mulheres estão vinculados à Federação de Trabalhadores da Agricultura do Ceará (FETRAE - CE ou ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST e constituem espaços importantes de ressignificação das atividades produtivas das mulheres.Women are effectively engaged in family agricultural production. In spite of certain invisibility, women are occupying fields, planting and harvesting. At the same time, they are longing for a free land where they can work. They have always been active at home, in the backyards, in the small subsistence farms and now they are struggling to being recognized as rural workers. The involvement of rural women in social movements has conferred on them the status of political beings and as a result they are not invisible any longer. In the process of active experimentation and learning they founded their own social movement that has become well established since the 1980 decade. Since then, they have organized national meetings, campaigns and created organizations called "Women Collectives." These organizations are connected to either the Federation of Agricultural Workers in Ceará (FETRAECE - CE or to the

  5. O atendimento educacional especializado pelas vozes das professoras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cleide Aparecida Hoffmann Bernardes

    2016-05-01

    Full Text Available This study aims to acknowledge the teaching work of/in the Specialized Educational Service (SES in the public education system of the state of Santa Catarina, Brazil, through the voices of teachers who work in the area. Data were collected by questionnaires from approximately 34 Kindergarten and Elementary School teachers. All the participants were women between 31 and 50 years old selected through public tender, and who work a 40-hour week journey in the Specialized Education Service. These teachers are experienced in the field - 71% have been teaching for over six years in the municipal education; however, 88% of them have been working in the SES for three years or less and are, therefore, undergoing a professional moment of discovery and survival. Considering that these teachers are in a (recognition moment in the SES, their work is still singly configured. Nevertheless, some of the teachers perform activities that involve the whole school community. Participants’ voices revealed a lack of cohesion of teachers in the SES. There is need to discuss about this issue in order to try to understand their role, and even signify the SES as a pedagogical strategy in the school context, by contributing to the schooling process students, who are, first of all, school students. O estudo teve por objetivo conhecer o trabalho docente do/no Atendimento Educacional Especializado (AEE em uma rede municipal de ensino do Estado de Santa Catarina, Brasil, pelas vozes das professoras que atuam nesse serviço. Para a construção dos dados, aplicaram?se questionários a 34 professoras atuantes na Educação Infantil e no Ensino Fundamental, que foram tratados à luz da análise de conteúdo. Todas as participantes da pesquisa são mulheres com idades entre 31 e 50 anos concursadas como docentes no AEE, atuando 40 horas semanais como docentes no AEE. Pode-se dizer que as professoras especializadas são experientes, já que 71% atuam há mais de seis anos na rede

  6. Influência de um programa de atividade física de longa duração sobre a força muscular manual e a flexibilidade corporal de mulheres idosas Influence of a long-term physical activity program on hand muscle strength and body flexibility among elderly women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    JR Rebelatto

    2006-01-01

    Full Text Available Objetivo: O presente trabalho examinou a influência de um programa de exercícios físicos prolongados (dois anos sobre a força muscular e a flexibilidade corporal de mulheres idosas (60-80 anos, não institucionalizadas, da Província de Salamanca (Espanha. Método: Participaram 32 sujeitos, escolhidos dentre os participantes do Programa de Revitalização Geriátrica desenvolvido pela Universidade de Salamanca. Os critérios para escolha dos sujeitos foram: serem do sexo feminino, terem entre 60 e 80 anos e terem participado de pelo menos 74% do programa de atividades físicas. Foram realizadas 174 sessões de atividade física, durante 58 semanas, com freqüência de três vezes por semana e duração de 50 a 55 minutos cada uma. No período do experimento foram realizadas quatro medidas da força muscular manual, por meio de manômetro de pressão, e da flexibilidade corporal, por meio do teste sit and reach. Os dados foram analisados por meio de ANOVA com medidas repetidas. Resultados: Tanto em relação à força muscular, quanto à flexibilidade os dados apontam para a ausência de diferenças significativas (p= 0,005. Conclusões: O programa contribuiu para a manutenção da força de preensão manual no período de dois anos e, em relação à flexibilidade corporal, os dados indicam a necessidade de reprogramação dos exercícios destinados ao desenvolvimento de tal capacidade.Objective: The present study evaluated the influence of a two-year physical activity program on muscle strength and body flexibility among non-institutionalized elderly women (60-80 years old, from Salamanca Province in Spain. Method: Thirty-two individuals were chosen to take part in the Geriatric Revitalization Program at Salamanca University. The selection criteria were that they should be female, between 60 and 80 years old, with an attendance rate of at least 74% in the physical activity program. There were 174 physical activity sessions, over a 58-week

  7. Value Education on Pela Tradition (An Ethnographic Study of Ambonese

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Frans Thomas

    2015-12-01

    Full Text Available Pendidikan Nilai dalam Tradisi Pela (Kajian Etnografis Masyarakat Ambon Abstract: The value that has meaning in pela tradition in Ambon society is something that has been handled as personally and can be internalized in human behaviour. The reality of pela tradition value order has been processing in institutionalized as the education direction of social values. The purpose of this qualitative research is to describe the values in the tradition of pela for educational value in Ambon community. The Exposure to the data, data explanation and understanding of discourse data tradition of pela is done in depth. The Study of pela discourse tradition with hermeneutics gives holistic-emic views of how the tradition of pela is able to package and legitimize the Ambonese community life philosophy. The results of the study describes the values in the tradition of pela include (1 the value of religion that regulates the dimensions of God in human life, (2 the value of the philosophy that is universal and will be impacted by the ending value and subjectivity, and (3 the value of ethical consequences of individual responsibility in achieving a moral obligation. Key Words: value education, culture, pela tradition Abstrak: Nilai yang memiliki arti dalam tradisi pela masyarakat Ambon adalah sesuatu yang telah diberikan sejak turun temurun secara pribadi dan dapat diinternalisasi dalam perilaku manusia. Pada kenyataannya, nilai pada tradisi pela telah dilembagakan menjadi arahan dalam pendidikan nilai-nilai sosial. Tujuan penelitian kualitatif ini adalah menggambarkan nilai-nilai yang terkandung dalam tradisi pela sebagai pendidikan nilai masyarakat Ambon. Paparan data, cara penjelasan data, dan pemahaman data wacana tradisi pela dilakukan secara mendalam. Kajian wacana tradisi pela dengan ancangan hermeneutika memberikan gambaran holistik-emik tentang bagaimana tradisi pela mampu mengemas dan melegitimasi falsafah hidup komunitas masyarakat Ambon. Hasil

  8. Brasil Mulher e Nós Mulheres: Origins of the Feminist Press in Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosalina de Santa Cruz Leite

    2003-01-01

    Full Text Available This article presents some reflections about the feminist alternative press that appeared in the state of São Paulo, Brazil, in the second half of the 70’s. The press was a space for expression of a special breed of politics that was closely linked to the awakening of women to feminist ideas in the period after the armed struggle against the Brazilian dictatorship. The journals Brasil Mulher and Nós Mulheres portray, in their articles and editorials, the fight for amnesty, for day nurseries, for democratic freedoms – all symbols of opposition against the regime in the era of military dictatorship. In addition they report on specific matters, such as, domestic violence, women’s working-conditions, reproductive rights, abortion and sexuality. From the point of view of the popular movement and the women’s organizations, the alternative press of women is without any doubt an important source, and still under-explored, for understanding the period considered.

  9. Mortalidade materna de mulheres negras no Brasil Maternal mortality among black women in Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alaerte Leandro Martins

    2006-11-01

    Full Text Available A cada minuto uma mulher morre no mundo em decorrência do trabalho de parto ou complicações da gravidez. A mortalidade materna configura-se no Brasil como um problema de saúde pública, atingindo desigualmente as várias regiões brasileiras. É consenso que a mulheres acometidas pela morte materna são as de menor renda e escolaridade. Juntamente com as questões sócio-econômicas, emerge a questão racial. A análise é difícil de ser realizada em virtude da dificuldade de entendimento da classificação raça/cor que muitas vezes impede o registro dessa informação. Vários Comitês de Morte Materna estão utilizando o quesito cor e revisando seus dados. Este artigo analisa vários relatórios de Comitês de Morte Materna, mostrando que o risco de mortalidade materna é maior entre as mulheres negras, o que inclui as pretas e pardas, configurando-se em importante expressão de desigualdade social. Ao final, apresenta-se uma revisão de recomendações para diminuição da Mortalidade Materna, enfatizando ações políticas e técnicas que possam contribuir para tal.Every minute a woman dies in the world due to labor or complications of pregnancy. Maternal mortality is a public health problem in Brazil and affects the country's various regions unequally. Researchers agree that maternal death occurs mainly in women with lower income and less schooling. The racial issue emerges in the midst of socioeconomic issues. The analysis is hampered by the difficulty in understanding Brazil's official classification of race/color, which often impedes recording this information. Various Maternal Mortality Committees are applying the color item and reviewing their data. The current article analyzes various Maternal Mortality Committee reports, showing that the risk of maternal mortality is greater among black women (which encompasses two census categories, negra, or black, and parda, or brown, thus representing a major expression of social inequality

  10. Prevenção da violência contra mulheres: desafios na articulação de uma rede intersetorial Prevention of violence against women: challenges in the articulation of an intersetorial network Prevenção da violência contra mulheres: desafios na articulação de uma rede intersetorial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia Krieger Grossi

    2012-11-01

    Full Text Available

    Este artigo tem por objetivo destacar a importância da intersetorialidade na prevenção da violência contra a mulher através da articulação de diferentes atores sociais preocupados e comprometidos com a redução dos índices de violência contra a mulher e conseqüentemente com uma sociedade mais justa e equitativa. Estes desafios na articulação da rede de serviços de proteção à mulher em situação de violência doméstica serão ilustrados pelas falas de gestores das políticas de assistência social, coordenadores das Políticas de Mulheres e profissionais que atuam em Centros de Referência de Mulheres, Centros de Referência de Assistência Social (CRAS e Centro de Referência Especializado da Assistência Social (CREAS em municípios do Estado do Rio Grande do Sul.

    This article has the objective of highlighting the importance of sectoriality action in the prevention of violence against women through the articulation of different social actors concerned and committed to the reduction of the violence against women rates, and consequently with a more fair and equal society. These challenges in the articulation of the network of protection services for women in domestic violence are illustrated by the managers of the social welfare policies, coordinators of women´s policies and professionals that work in Reference Centers for Women, Reference Centers of Social Welfare (CRAS and Specialized Reference Center of Social Welfare (CREAS in municipalities of the State of Rio Grande do Sul.

    Este artigo tem por objetivo destacar a importância da intersetorialidade na prevenção da violência contra a mulher através da articulação de diferentes atores sociais preocupados e comprometidos com a redução dos índices de violência contra a mulher e consequentemente com uma sociedade mais justa e equitativa. Estes desafios na articulação da rede de serviços de proteção à mulher em situação de violência dom

  11. O dogma da formalidade visível e inoperante ante a constatação necessária de medidas reais ao combate da violência contra a mulher: Lei Maria da Penha (da igualdade formal à igualdade real-material

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denigelson da Rosa Ismael

    2010-12-01

    Full Text Available A violência contra a mulher no Brasil é um mal que atravessa os séculos. Está enraizada em uma retrógrada imagem em que a mulher era fantoche do homem, e, mesmo com a Declaração dos Direitos Humanos, o advento da Constituição Federal de 1988 e com tantos Tratados e Convenções Internacionais ratificados pelo Brasil, o quadro continua inerte. No intuito de inibir a violência afetiva, familiar e doméstica contra a mulher, foi promulgada, em 2006, a Lei Maria da Penha, caracterizada, principalmente, pela sua dúplice função proteção/coibição. Todavia, como se trata de uma lei amparada em uma ação afirmativa que impõe medidas de diferenciação, muito se tem discutido a respeito de sua constitucionalidade. Portanto, o presente estudo propõe-se a construir uma reflexão, analisando os mecanismos de proteção à mulher inseridos no corpo da Lei Maria da Penha, como institutos reais de combate ao dogma da igualdade formal visível (existente e inoperante, possibilitando alcançar à mulher um esboço da igualdade real-material. Palavras-chave: Violência contra mulher. Lei Maria da Penha. Igualdade formal. Igualdade real-material. Constitucionalidade.

  12. O encontro com a mulher ferida: contratransferência de psicólogas no atendimento às mulheres em situação de violência conjugal

    OpenAIRE

    Duca, Leticia Lo

    2010-01-01

    A pesquisa visa observar a contratransferência de psicólogas na clínica com mulheres em situação de violência conjugal. Espera-se que a identificação e o reconhecimento da contratransferência possa facilitar às psicólogas a elaboração de seus sentimentos. Isso tudo pode beneficiar a evolução do atendimento e também a manutenção da saúde psíquica dessas profissionais. Partindo para um contexto mais amplo, o estudo pretende contribuir na conscientização das feridas provocadas pela violência mas...

  13. AFORIZAÇÕES E FEMINISMO NA INTERNET: ESTUDO DE FRASES CURTAS EMPREGADAS NO MOVIMENTO PRIMAVERA DAS MULHERES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristina Rothier Duarte

    2017-04-01

    Full Text Available Resumo: Neste trabalho, tratamos da análise de frases curtas que tiveram destaque nas redes sociais e em notícias que circularam na Internet, durante o último trimestre de 2015, ápice do movimento Primavera da Mulheres, com o objetivo de investigar o seu status de aforização, suas características enunciativas e o seu modo de funcionamento e de circulação. O corpus da pesquisa é composto pelas frases curtas Meu amigo secreto e Chega de fiu fiu, selecionadas na Internet por meio da ferramenta de busca do Google, bem como mediante trabalho interpretativo dos enunciados para a verificação de associação com o movimento feminista mencionado. Empregaremos como aporte teórico os estudos de análise do discurso de linha francesa, sobretudo, publicações de Dominique Maingueneau. Observamos durante a pesquisa que, de forma associada às aforizações estudadas, surgiram outras aforizações que, apesar de não terem se panaforizado, circularam significativamente na mídia eletrônica perpetuando a memória discursiva do Movimento Primavera das Mulheres. Por outro lado, percebemos também que o uso dessas frases assumiu outros discursos que, embora, muitas vezes, remetam-se à defesa de minorias, não mais traziam o discurso de combate ao machismo.

  14. A TRAJETÓRIA EDUCACIONAL E PROFISSIONAL DA MULHER ADMINISTRADORA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Terezinha Gascho Volpato

    2006-12-01

    Full Text Available Através de uma pesquisa bibliográfica, pretende-se demonstrar sucintamente o processo pelo qual as mulheres passaram da invisibilidade social e cultural a participantes efetivas do mundo educacional e profissional, bem como apresentar uma pesquisa de campo realizada com os alunos e alunas da Escola Superior de Administração e Gerência (Esag, que buscou conhecer a visão dos futuros administradores acerca da mulher engajada na área executiva e que exerce cargos de chefia. Observou-se que, apesar do grande avanço no que tange ao reconhecimento social e da capacidade intelectual das mulheres, os estereótipos que as menosprezavam não desapareceram por completo. Mesmo que de uma forma mais branda, continuam presentes na mente das pessoas e servem para alimentar as desigualdades e inibir a aceitação das diferenças individuais.

  15. Imigração da Mulher Latina no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariângela Moreira Nascimento

    2017-06-01

    Full Text Available O presente artigo traz, de forma modesta, algumas reflexões sobre a mulher imigrante latina no Brasil. Apresenta o fluxo migratório como um movimento de geração de diferenças e identidades que exige nova base teórica e empírica para ser compreendido. Dessa forma, procura compreender o fenômeno da migração em outra base teórico-metodológica permitindo-nos investigar a condição da mulher imigrante no contexto social brasileiro como sujeito ativo, contrariando o estereótipo da mulher migrante como dependente e passiva.

  16. A mulher trabalhadora em Santa Maria durante o Estado Novo (1937-1945 = The woman worker in Santa Maria during the Estado Novo (1937-1945

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fausto, Letícia da Silva

    2014-01-01

    Full Text Available Este trabalho apresenta um estudo sobre a história das mulheres santamarienses no período da Ditadura do Estado Novo, que está sendo desenvolvido no Mestrado em História da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM. O tema da pesquisa é a inserção da mulher no mundo do trabalho e sua atuação para a garantia e conquista de direitos sociais e trabalhistas durante o período do Estado Novo (1937-1945, no município de Santa Maria, RS. A escolha do Estado Novo no Brasil se deu em virtude deste ser um período onde muitas conquistas dos trabalhadores estavam sendo objeto de legislação específica e ao mesmo tempo um momento de repressão política, de forte aparato policial e repressivo e do fortalecimento dos sindicatos, sob a tutela do Estado e da luta dos trabalhadores para a garantia destes direitos, historicamente conquistados. As mulheres por séculos passaram despercebidas pela história, reprimidas em uma sociedade machista e autoritária, onde grande parte dos autores insere o homem no palco das lutas por reinvindicações e direitos trabalhistas

  17. A construção de uma ferramenta social para promoção da saúde e dos direitos das mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudia Mara Pedrosa

    2009-04-01

    Full Text Available Este artigo relata a construção de uma estratégia de enfrentamento da violência, na área da saúde, que objetivou auxiliar mulheres em situação de violência e profissionais de saúde a compreender o problema e nele intervir a partir da realidade local. Construiu-se o Guia da mulher: Ações de promoção dos direitos, a partir do diálogo com mulheres de uma comunidade em oficinas participativas. A construção do guia foi norteada pela perspectiva do construcionismo social, que compreende a violência de gênero como fenômeno coletivo. O material tem sido utilizado nos serviços de saúde e distribuído gratuitamente às usuárias do Sistema Único de Saúde.

  18. Direitos reprodutivos das mulheres no sistema penitenciário: tensões e desafios na transformação da realidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vilma Diuana

    2016-07-01

    Full Text Available Resumo Neste artigo buscou-se identificar e discutir violações e desafios à efetivação dos direitos reprodutivos das mulheres em situação de privação de liberdade, com ênfase na saúde sexual e reprodutiva. Foram considerados como referenciais de análise os parâmetros normativos que sustentam estes direitos, identificados por levantamento bibliográfico, e os discursos e práticas relativos à sua efetivação no dia a dia das prisões, colhidos em entrevistas com mulheres gestantes e com filhos nas prisões e profissionais cujas práticas interferem no exercício destes direitos. Verificou-se que as violações destes direitos sustentam-se em discursos que deslegitimam a maternidade destas mulheres. Considera-se o recurso aos direitos como estratégico nas lutas pela transformação desta situação.

  19. Qualidade de vida de mulheres tratadas de câncer de mama em uma cidade do nordeste do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karla Barros Bezerra

    2013-07-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi avaliar a qualidade de vida de mulheres tratadas cirurgicamente de câncer de mama no Hospital de Referência Estadual em Oncologia de São Luís (MA. A qualidade de vida foi avaliada pelo Functional Assessment of Cancer Therapy-Breast (FACT-B. As variáveis foram expressas em média e desvio padrão; e a análise estatística constou da Anova ou Kruskal Wallis e Teste t de Student ou Mann-Whitney. O nível de significância foi α < 5%. Na estatística foram usados o Stata 9.0 e o BioEstat 5.0. Participaram 197 mulheres com idade média de 53,0 ± 11,7 anos. Os valores médios do FACT-B demonstraram tendência para boa qualidade de vida, sendo o domínio Emocional o mais comprometido e a Subescala Câncer a mais favorável. O tipo de cirurgia influenciou os domínios Social, Emocional e Subescala câncer do questionário. A cirurgia não conservadora apresentou piores níveis de qualidade de vida. Viu-se relação estatística significante entre o tempo de cirurgia e os domínios Físico, Emocional e Funcional, bem como entre tempo de cirurgia e os escores do FACT-B. O tratamento adjuvante influenciou todos os domínios do FACT-B. A qualidade de vida encontrada foi relativamente boa, mas influenciada negativamente pela cirurgia não conservadora, pelo menor tempo desde a cirurgia e pelas terapias adjuvantes.

  20. Efeitos da ginástica abdominal hipopressiva sobre a musculatura pélvica em mulheres incontinentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maiara Guerra Valente

    2015-10-01

    Full Text Available A incontinência urinária é definida pela Sociedade Internacional de Continência como a perda involuntária de urina. É uma condição multifatorial, que acomete ambos os sexos, em diversas idades. O envelhecimento, a multiparidade e cirurgias prévias são alguns dos fatores que levam à disfunção da musculatura perineal. Objetivo: avaliar os efeitos da ginástica abdominal hipopressiva sobre a força dos músculos do assoalho pélvico em um grupo de seis mulheres com incontinência urinária de esforço. Método: as participantes foram submetidas à ficha de avaliação, testes de força perineal e teste de ativação do músculo transverso do abdômen, pré e pós-tratamento. Foram realizadas 10 sessões fisioterapêuticas. Ao final do tratamento, as pacientes foram reavaliadas e os dados foram analisados pela estatística descritiva. Resultados: observou-se melhora na força do assoalho pélvico, bem como melhora na ativação do transverso abdominal. Considerações finais: o protocolo da ginástica abdominal hipopressiva parece ser um método eficiente para auxiliar mulheres com incontinência urinária de esforço, pois aumentou a força perineal e ativou o músculo transverso do abdômen nas participantes deste estudo.

  1. MULHERES BUDISTAS COMO LÍDERES E PROFESSORAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rita M. Gross

    2005-01-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.1590/S0104-026X2005000200015 No budismo, o papel do professor de dharma (religioso é a função mais prestigiosa, e o professor de dharma tem mais autoridade do que qualquer outro líder. Apesar de os ensinamentos budistas não conterem nenhuma doutrina que limite essa função ao homem, na prática, em toda a história budista, foram pouquíssimas as mulheres que se tornaram conhecidas como professoras de dharma. Algumas pessoas acham que essas práticas não prejudicam as mulheres, porque estas podem, ainda assim, receber os ensinamentos, fazer as práticas mais avançadas e obter altos níveis de esclarecimento espiritual. Contudo, eu afirmo que o fato de não haver professoras de dharma reconhecidas foi nocivo seja para as mulheres budistas, seja para o próprio budismo. Isso tem a ver com o legado das comunidades de monjas em muitas partes do mundo budista, com os baixos padrões de educação para as mulheres, com o fraco prestígio de que gozam as praticantes mulheres, com a falta de modelos para as mulheres e com a perda da sabedoria feminina na herança do pensamento budista. Até que as professoras de dharma não forem amplamente reconhecidas e honradas, o budismo continuará sendo perseguido por seu passado patriarcal, com o prejuízo de todos.

  2. Educação Cooperativista: Contribuição para o sucesso profissional e melhoria na condição socioeconômica das mulheres participantes, no IFCE, Campus Iguatu.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anny Kariny Feitosa

    2014-04-01

    Full Text Available O Programa Mulheres Mil oferece as bases de uma política social de inclusão e gênero, onde mulheres em situação de vulnerabilidade social têm acesso à educação profissional, ao emprego e renda. Neste sentido, a EducaçãoCooperativaé importante elemento que colabora paraaconstrução da consciência e valorizaçãodoserhumanoeda açãodemocrática, corroborando como alternativa para a geração de emprego e renda. Assim sendo, o presente projeto teve por objetivo investigar a contribuição do ensino da educação cooperativista diante da percepção das mulheres beneficiárias do Programas Mulheres Mil, do IFCE Campus Iguatu, a partir de oficinas de capacitação realizadas sobre o tema. Como resultado, concluiu-se pela importância da educação cooperativa como elemento parte do processo de qualificação das mulheres, que viabiliza a inserção no ambiente educacional e, principalmente, como alternativa para o ingresso no mercado de trabalho, geração de renda e melhoria da condição socioeconômica, por meio da atividade cooperativa. Foi possível, ainda, a partir dos resultados encontrados, a inserção do Cooperativismo na matriz curricular do Programa Mulheres Mil, IFCE Campus Iguatu, o que possibilita um aprofundamento maior sobre a temática.

  3. Mulheres e islamismo: os casos do Egito e da Turquia

    OpenAIRE

    Valdecila Cruz Lima

    2012-01-01

    Esta pesquisa se insere no campo dos estudos sobre o mundo muçulmano, tendo como objeto as mulheres muçulmanas e sua presença nos movimentos islamistas, entendidos aqui como movimentos fundamentalistas, cuja ideologia política tem como núcleo a defesa das tradições do Islã e a crítica ao Ocidente. O objetivo central é o de investigar em que medida esses movimentos podem estar contribuindo para (ou obstruindo) uma possível emancipação das mulheres muçulmanas, definida essa emancipação por crit...

  4. Conhecimento de mulheres sobre o exame de Papanicolaou

    OpenAIRE

    Valente, Carolina Amancio; Andrade, Viviane; Soares, Maurícia Brochado Oliveira; Silva, Sueli Riul da

    2009-01-01

    Estudo epidemiológico, quantitativo, descritivo, transversal. Realizado com mulheres, estudantes do ensino médio noturno em escolas públicas para identificar conhecimentos sobre o exame de Papanicolaou. Participaram 1035 mulheres sendo 476 maiores de 18 anos, que compuseram o grupo de sujeitos. Após consentimento foi aplicado questionário com questões objetivas, capazes de identificar conhecimentos a respeito do exame de Papanicolaou, bem como perfil sócio-epidemiológico do grupo; foi realiza...

  5. Em Briga de Marido e Mulher a Educação Mete a Colher: a Atuação do Profissional de Pedagogia no Centro de Referência de Atendimento à Mulher em Situação de Violência

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lana Claudia Macedo da Silva

    2017-06-01

    Full Text Available O estudo objetiva investigar as ações educativas desenvolvidas no Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CRAM em Situação de Violência, bem como, compreender o trabalho exercido pela profissional de pedagogia no combate à violência contra a mulher. O CRAM faz parte da rede de enfrentamento de políticas para mulheres, instituído a partir da Conferência de Belém do Pará (1994 e efetivado em 2006, com a criação da Lei Maria da Penha. Este Centro é responsável por realizar ações psicossociais e pedagógicas, sendo um novo campo de atuação em ambientes não escolares para os profissionais da pedagogia. É importante considerar que o CRAM-Ananindeua atende mulheres e crianças de faixas etárias diversas, grau de escolaridade e diferentes níveis socioeconômicos. A pesquisa qualitativa pautou esta investigação por meio de entrevista semiestruturada e observação, buscando conhecer os atendimentos realizados e as práticas educativas abordadas. Essas informações foram cruciais para perceber que há outra possibilidade de intervir em relação à violência contra mulher, e o profissional da pedagogia é essencial nas diversas redes de apoio. No percurso deste estudo foi possível conhecer de maneira abrangente a atuação do profissional de pedagogia nesta instituição, e a relevância da educação ao se falar de violência contra a mulher. O CRAM trabalha a desconstrução da naturalização da violência e o empoderamento das mulheres em situação de violência. Considera-se que a educação representa um dos aspectos cruciais para a mudança de comportamento e adoção de medidas para a redução de casos de violência, uma vez que a cultura machista e a sociedade intolerante contribuem para os altos índices de casos e vítimas, daí a relevância do tema em diferentes espaços educativos.

  6. A visibilidade do trabalho das mulheres ticunas da Amazônia The visibility of work among ticuna women in the Amazon

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Iraildes Caldas Torres

    2007-08-01

    Full Text Available Este artigo se ocupa de uma análise do artesanato indígena da Amazônia, confeccionado pelas mulheres ticunas, o qual se apresenta como um produto importante no desenvolvimento sustentado da comunidade rural Bom Caminho, no estado do Amazonas. Trata-se de um cotejamento de dados observados e coletados no processo de consultoria realizada ao Sebrae/Amazonas no ano de 2004. Mostra o trabalho das mulheres como o elemento ordenador da economia doméstica na etnia ticuna, sob o primado de uma divisão sexual do trabalho que credita a elas responsabilidade maior pela manutenção da família.This paper analyzes the Amazon Indian craftsmanship, done by Ticuna Women. Crafts are shown to be an important product in the strong positive development in the rural Amazon community. It works with data observed and collected in research done as a consultant for Sebrae/Amazonas in 2004. It shows how women work is an organizing element of the domestic economy for the Ticuna ethnicity. A principal feature of the sexual division of labor places women as having more responsibility for family maintenance.

  7. Imagem corporal e características de personalidade de mulheres solicitantes de cirurgia plástica estética Body image and personality traits of women seeking aesthetic plastic surgery

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Beatriz Sante

    2011-01-01

    Full Text Available As motivações psíquicas associadas à crescente busca de Cirurgia Plástica Estética (CPE têm sido pesqui-sadas, porém sem resultados conclusivos. Assim, objetivou-se investigar características de personalidade e imagem corporal de mulheres que buscam CPE, avaliando-se, individualmente, 37 mulheres solicitantes de mamoplastia adicional e/ou lipoaspiração (Grupo 1 e 41 mulheres sem procura de CPE (Grupo 2, pela Escala de Satisfação com Imagem Corporal (ESIC e pelas Escalas de Personalidade de Comrey (CPS. Comparando-se seus resultados (Student t-test, p Internal motivations associated with the increasing search for Aesthetic Plastic Surgery (APS have been previously investigated without conclusive results. Our objective was to investigate personality traits and body image satisfaction of women seeking APS by individual evaluation of 37 women interested in breast augmentation (mammoplasty and/or liposuction (Group 1, and 41 women not seeking APS (Group 2. It was applied the Body Image Satisfaction Scale (BISS and Comrey Personality Scales (CPS. Statistical analysis (Student t-test, p < .05 has shown significant difference between groups for Factor 1 (satisfaction with self appearance of BISS as well as for CPS T (Confidence vs. Defensive Attitude and M (Mascu-linity vs. Femininity scales. It suggests that women in G1 are less satisfied with their body image, have increased defensive attitude and greater affective sensibility.

  8. Nível de atividade física e desempenho físico no teste de caminhada de 6 minutos em mulheres com fibromialgia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Chris Andreissy Breda

    2013-06-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A fibromialgia (FM é uma condição dolorosa crônica que causa comprometimento da capacidade funcional, possivelmente pela adoção de um comportamento sedentário. No entanto, pouco se sabe sobre o nível de atividade física (NAF e sua relação com o desempenho físico em mulheres com FM. OBJETIVOS: Comparar o NAF, avaliado por meio do International Physical Activity Questionnaire (IPAQ, e o desempenho físico, mensurado pelo teste de caminhada de 6 minutos (TC6 de mulheres com e sem FM, além de investigar possíveis relações entre NAF e desempenho físico em ambos os grupos. MÉTODOS: Participaram do estudo 30 mulheres com o diagnóstico de FM (pacientes e 28 mulheres saudáveis (controles que responderam ao IPAQ e realizaram o TC6. RESULTADOS: Pacientes e controles autorrelataram similar NAF, considerando tanto o escore total quanto todos os subcomponentes do IPAQ (P > 0,05. Porém, as pacientes apresentaram pior desempenho físico no TC6 (pacientes: 441,8 ± 84,1 m vs. controles: 523,9 ± 80,3 m; P < 0,01. Não existiram relações entre a distância caminhada no TC6 e as variáveis do IPAQ para o grupo controle. Entretanto, para as pacientes, a distância caminhada no teste apresentou correlações significativas (P < 0,05 com o escore total e com os subcomponentes transporte, atividades domésticas e atividades físicas de intensidade moderada do questionário IPAQ. CONCLUSÕES: Mulheres com FM apresentaram NAF similar às mulheres sem FM, mas pior desempenho físico. Esse comprometimento funcional pode estar relacionado ao estilo de vida adotado, uma vez que houve relação entre o NAF e o desempenho físico nessas pacientes.

  9. REINTERPRETAÇÃO DO COTIDIANO DAS MULHERES VÍTIMAS DE VIOLÊNCIA FÍSICA NO CONTEXTO FAMILIAR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Domício

    2012-06-01

    Full Text Available O trabalho é resultado de um estudo científico em equipe realizado com objetivo de apontar as inter-relações existentes na violência de gênero sob a perspectiva das mulheres vítimas de violência física no contexto familiar. O estudo foi realizado com a participação das mulheres de uma comunidade chamada Pedras Brancas, município de Banabuiu, a partir da atuação do NEPUC/FCRS. A investigação-ação participativa dos grupos comunitários, assim como a leitura dos prontuários das famílias atendidas pelo Centro de Referência Especializada da Assistência Social, nos levou à estruturação de um questionário para verificação das múltiplas faces da violência de gênero sob o ponto de vista das mulheres. Em relação ao material e métodos empregados na pesquisa, privilegiamos a abordagem qualitativa ao realizarmos entrevistas com 20 mulheres. Estas foram analisadas sob a perspectiva dos estudos comparativos, a partir da divisão das respostas em dois grupos: o primeiro, voltado para a agressão direta e, o segundo, vinculado à violência contra os filhos. O referencial teórico está relacionado aos métodos e ferramentas da psicologia marxista que considera o indivíduo como um produto das condições materiais pelas quais produz sua vida. Esta perspectiva remete a historicidade das mulheres do estudo que constroem a ciência a partir do olhar cotidiano. Com isso temos comprovado que a violência de gênero em Banabuiu perpassa marcadores intergeracionais que no caso das mulheres necessitam elas mesmas romper com o círculo vicioso da violência doméstica.

  10. Autopercepção de vulnerabilidade às doenças sexualmente transmissíveis e Aids em mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silveira Mariângela F

    2002-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar comportamentos de risco e autopercepção de vulnerabilidade às doenças sexualmente transmissíveis (DST e à Síndrome de imunodeficiência adquirida (Aids em mulheres. MÉTODOS: Dos 281 setores censitários existentes na cidade de Pelotas, RS, foram selecionados 48 a partir de amostragem sistemática. Foi entrevistada uma amostra de 1.543 mulheres, de 15 a 49 anos, por meio de questionário composto de três partes (informações socioeconômicas, perguntas aplicadas em entrevista, questionário auto-aplicado. Para tabulação dos dados, foi utilizado o programa Epi-Info, versão 6.0. Para análise estatística dos dados foram usados o teste de Kappa e a razão de odds. RESULTADOS: Na amostra, 64% das mulheres achavam impossível ou quase impossível adquirir DST/Aids. Os principais comportamentos de risco foram o não uso de preservativo na última relação antes do depoimento (72%; início das relações sexuais com menos de 18 anos (47%; uso de álcool ou drogas pelo parceiro (14% ou pela mulher (7% antes da última relação; dois ou mais parceiros nos três meses que antecederam o depoimento (7% e sexo anal na última relação (3%; 44% das mulheres apresentaram dois ou mais comportamentos de risco. A sensibilidade da autopercepção, usando como padrão o escore de risco igual ou superior a dois, foi de 41 %. Sua especificidade de 67%. CONCLUSÕES: A autopercepção de vulnerabilidade não é um bom indicador, pois as mulheres não identificam corretamente seu nível de risco.

  11. Autopercepção de vulnerabilidade às doenças sexualmente transmissíveis e Aids em mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariângela F Silveira

    2002-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar comportamentos de risco e autopercepção de vulnerabilidade às doenças sexualmente transmissíveis (DST e à Síndrome de imunodeficiência adquirida (Aids em mulheres. MÉTODOS: Dos 281 setores censitários existentes na cidade de Pelotas, RS, foram selecionados 48 a partir de amostragem sistemática. Foi entrevistada uma amostra de 1.543 mulheres, de 15 a 49 anos, por meio de questionário composto de três partes (informações socioeconômicas, perguntas aplicadas em entrevista, questionário auto-aplicado. Para tabulação dos dados, foi utilizado o programa Epi-Info, versão 6.0. Para análise estatística dos dados foram usados o teste de Kappa e a razão de odds. RESULTADOS: Na amostra, 64% das mulheres achavam impossível ou quase impossível adquirir DST/Aids. Os principais comportamentos de risco foram o não uso de preservativo na última relação antes do depoimento (72%; início das relações sexuais com menos de 18 anos (47%; uso de álcool ou drogas pelo parceiro (14% ou pela mulher (7% antes da última relação; dois ou mais parceiros nos três meses que antecederam o depoimento (7% e sexo anal na última relação (3%; 44% das mulheres apresentaram dois ou mais comportamentos de risco. A sensibilidade da autopercepção, usando como padrão o escore de risco igual ou superior a dois, foi de 41 %. Sua especificidade de 67%. CONCLUSÕES: A autopercepção de vulnerabilidade não é um bom indicador, pois as mulheres não identificam corretamente seu nível de risco.

  12. O PAPEL SOCIAL DA MULHER BRASILEIRA NAS DÉCADAS DE 30 A 60, RETRATADA ATRAVÉS DAS PROPAGANDAS VEICULADAS NA REVISTA O CRUZEIRO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristina Spengler Azambuja

    2006-01-01

    Full Text Available O desenvolvimento de novas tecnologias de comunicação contribuíram para a construção de novas abordagens sobre os mais diversos temas. O estudo imagético apresenta-se como uma ferramenta auxiliar que através das imagens, veiculadas pelos meios de comunicação, direcionados ao público feminino, nos proporciona um maior entendimento do papel social da mulher ao longo do tempo. O presente trabalho pretende abordar evoluções históricas relevantes ao estudo do comportamento do consumidor, no que se refere ao papel feminino na propaganda. A pesquisa destaca a utilização das áreas da Comunicação e História para a coleta de informações na construção de uma caracterização do papel feminino frente ao consumismo, identificando no espaço brasileiro das décadas de 30 a 60, através de alguns anúncios publicitários impressos na revista O Cruzeiro. Percebeu-se as maneiras pelas quais a propaganda se modificou e ajudou a modificar o perfil feminino contemporâneo. A propaganda será o fio condutor que liga uma mulher “vitoriana”, apegada aos valores familiares conservadores, ainda tímida enquanto agente de mudança social, a uma mulher revigorada, atenta ao seu papel em uma sociedade em transformação. Orientada pelos valores de consumo tanto para a aquisição de produtos que a auxiliasse na proteção familiar, tanto aos que a induziam à liberdade de expressão e a americanização dos padrões e comportamentos, as mulheres brasileiras sempre foram modelos de referência ao comportamento do consumidor. Alvo de grande parte dos esforços da propaganda nacional, a mulher é colocada como uma engrenagem chave do processo de consumo na sociedade contemporânea e é o objeto através do qual a publicidade pretendeu alcançar seus objetivos comerciais. Palavras-chave: Mulher. Propaganda. Comunicação. Comportamento.

  13. Risco de infecção pelo HIV: como mulheres moradoras em uma favela se percebem na cadeia de transmissão do vírus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Neide de Souza Praça

    Full Text Available O número de casos notificados de AIDS em mulheres, no Brasil, continua em progressão. Esse fato motivou a realização deste estudo que foi desenvolvido com abordagem qualitativa, tendo como referencial teórico a Antropologia Cultural e o método etnográfico para a coleta e a análise dos dados. Objetivou identificar a percepção de risco de infecção pelo HIV, de mulheres moradoras em uma favela localizada na cidade de São Paulo, Brasil. Constou de entrevistas e de observação participante do contexto. Os resultados mostraram que essas mulheres demonstram conhecimentos sobre AIDS e reconhecem as várias formas de transmissão do HIV, bem como medidas de prevenção pela via sexual. Verificou-se, também, que essas mulheres não se vêem suscetíveis à infecção pelo HIV, por meio de seus parceiros, dependendo deles para se manterem saudáveis, bem com a sua família. Essa maneira de pensar e de agir pode estar contribuindo para a heterossexualização da AIDS no país.

  14. Intencionalidade da ação de Cuidar mulheres em situação de violência: contribuições para a Enfermagem e Saúde

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Laura Ferreira Cortes

    Full Text Available RESUMO Objetivo: Apreender as motivações da ação da enfermeira ao cuidar de mulheres em situação de violência. Métodos: Pesquisa qualitativa, fundamentada na Fenomenologia Sociológica de Alfred Schutz. Realizaram-se dez entrevistas com enfermeiras que haviam cuidado dessas mulheres em um Hospital e, Pronto Atendimento da Rede Pública do Rio Grande do Sul, Brasil, no período de janeiro a abril de 2013. Resultados: A intencionalidade da ação desvelou a busca inicial da recuperação da saúde física das mulheres, permeada pela expectativa de compreender a situação; proporcionar bem-estar emocional, apoio e a continuidade do cuidado, para que as mulheres possam construir uma vida sem violência. Conclusão: O típico da ação revela a premência de se ampliar o foco do cuidado para o sujeito em sua situação biográfica singular. Vislumbram-se ações que visem desconstruir as atitudes naturais em relação à violência vivida.

  15. Maus-tratos e discriminação na assistência ao aborto provocado: a percepção das mulheres em Teresina, Piauí, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alberto Pereira Madeiro

    Full Text Available Resumo O tratamento das complicações do aborto provocado pode ser dificultado por atitudes de discriminação praticadas por profissionais de saúde nos hospitais e serviços de aborto. Este artigo recuperou histórias de violência institucional entre mulheres que provocaram o aborto em condições ilegais e inseguras. Foram entrevistadas 78 mulheres internadas em um hospital público de referência em Teresina por complicações do aborto provocado. Utilizou-se roteiro semiestruturado com perguntas sobre práticas e itinerários de aborto e violência institucional durante a internação. Práticas discriminatórias e de maus-tratos durante a assistência foram relatadas por 26 mulheres, principalmente entre aquelas que confessaram a indução do aborto. Julgamento moral, ameaças de denúncia à polícia, negligência no controle da dor, longa espera pela curetagem uterina e internação conjunta com puérperas foram os principais tipos de violência institucional narrados. As práticas de violência institucional na assistência ao aborto provocado violam o dever de acolhimento do serviço de saúde e impedem que as mulheres tenham suas necessidades de saúde atendidas.

  16. Na casa e... na rua: cartografias das mulheres na cidade (Campina Grande, 1930-1945 At home and... on the streets: cartography of women around the city (Campina Grande, 1930-1945

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabio Gutemberg Ramos Bezerra de Sousa

    2005-06-01

    Full Text Available Neste artigo fazemos uma incursão específica no mundo das mulheres. O locus do estudo é a cidade de Campina Grande, Paraíba, nos anos de 1930 a 1945, tendo como objeto os significados e implicações que algumas atividades das mulheres do meio popular tinham para a cidade e o modo como utilizavam seus espaços e territórios. Também buscamos reconstituir aspectos cotidianos da trajetória de algumas mulheres pelas ruas e subúrbios da cidade, focalizando características singulares de mulheres anônimas que apareceram na cena urbana, fazendo da cidade um lugar de múltiplas práticas, relações e conflitos.This article brings a specific gaze into women's world. The locus of our study is the city of Campina Grande (Paraíba from 1930 to 1945, emphasising the meanings and implications of some activities carried out by working class women through the city, and the ways they used its spaces and territories. We also seek to rebuild everyday aspects of their trajectories through streets and suburbs, focusing singular characteristics of anonymous women who appeared at the urban scene turning it into a place of multiple practices, relations and conflicts.

  17. A mulher, a criança e seus direitos Women, children and their rights

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Malta Campos

    1999-03-01

    Full Text Available O artigo examina as concepções sobre os direitos da criança pequena à educação na legislação brasileira mais recente, à luz da evolução das definições mais gerais sobre os direitos humanos, da criança e da mulher, e das demandas trazidas pelas mobilizações de vários setores da sociedade. Discute também as contradições e obstáculos que surgem na aplicação das novas definições legais à realidade brasileira.The article discusses the evolution of children's and women's rights in Brazil, specially the rights of small children to education. The analysis is based on the changes is the definition of human rights in different historical contexts and on the demands brought about by the social movements that had impact on recent Brazilian legislation. The article also discusses the contradictions and barriers that have to overcome in order to apply this new legislation in the reality.

  18. A condição feminina em Lisístrata e em A Fonte das Mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Amanda Jéssica Ferreira Moura

    2016-12-01

    Full Text Available O presente trabalho dá enfoque à comédia grega Lisístrata (411 a.C, de Aristófanes, e a sua adaptação cinematográfica, o filme A Fonte das Mulheres (La Source des Femmes, 2011, coproduzido por França, Bélgica e Itália e dirigido pelo romeno Radu Mihaileanu. Ambas as obras trazem a questão da greve do sexo instaurada pelas mulheres, mas os motivos e os desdobramentos dessa greve são divergentes. Para desenvolvimento de nossa pesquisa, partimos da descrição de excertos da comédia e de cenas do filme, considerando as peculiaridades dos contextos de produção e recepção de cada uma delas, a fim de examinar as diferenças no que se refere ao tratamento dado às questões femininas nas obras citadas. Para fundamentar teoricamente o trabalho, recorremos a pesquisadores que se debruçaram sobre os estudos de tradução e adaptação, como Hermans (1992 e Lefevere (1992, e sobre o estudo da comédia grega, como Pompeu (1997 e Oliveira e Silva (1991. Uma vez que os contextos de produção e recepção das obras são distintos, as escolhas feitas durante a elaboração dessas narrativas também se diferenciam, o que aponta para um processo de reescritura do enredo. Os resultados demonstram que a obra cinematográfica, devido ao contexto no qual se insere, debate a condição feminina de modo diverso da comédia: enquanto a comédia aristofânica aborda a temática da mulher para discutir sobre a manutenção da pólis, o filme acolhe pontos de discussão importantes para o próprio movimento feminista e discute a opressão que o patriarcado impõe às mulheres

  19. Aborto induzido em mulheres de baixa renda: dimensão de um problema

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ignez Ramos Martins

    1991-06-01

    Full Text Available Este artigo enfoca a prática de aborto, principalmente aborto induzido entre mulheres de baixa renda. A análise é baseada em dados de pesquisa coletados entre 1984 e 1985 em sete favelas localizadas na área metropolitana do Rio de Janeiro, Brasil (¹. Apesar da legislação severa existente, a prática do abono induzido é muito freqüente. Entre as mulheres casadas, 21,4 por cento declararam terem praticado aborto induzido. Embora grande parte dos abortos terem sido feitos por médicos, a qualidade dos cuidados nestes procedimentos é questionável, devido ao fato de que, sendo ilegal, na maioria dos casos não há possibilidade de supervisão por parte das autoridades de saúde. A incidência de complicações pós-aborto é muito alta, principalmente nos casos em que é praticado por curiosas ou pela própria mulher. Mais de 60 por cento das mulheres não faziam uso de métodos contraceptivos ao engravidar. Cerca de 21 por cento declararam que estavam usando pílula anticoncepcional. Claro está que uma taxa de falha tão elevada é inaceitável e deve-se ao seu uso incorreto. Tudo isto revela a necessidade urgente de um melhor acesso ao planejamento familiar, oferecido pelos serviços de saúde dentro da concepção de atenção integral. São discutidas, também, as conseqüências das leis restritivas em matéria de abono no Brasil, restrições que, na prática, provam ser ineficazes para prevenir a prática do aborto induzido, mas podem ser muito efetivas para ampliar ainda mais as desigualdades sociais já existentes.This paper examines the practice of abortion, especially induced abortion among low income women. The discussion is based on survey data collected between 1984 and 1985 in seven slum communities (favelas situated in the metropolitan area of Rio de Janeiro, Brazil. Despite restrictive law, induced abortion is extremely frequent. Among married women 21.4 per cent reported experience of induced abortion. Most abortions

  20. Local Political Conflict and Pela Gandong Amidst the Religious Conflicts

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tonny SB Hoedodo

    2013-08-01

    Full Text Available Pela Gandong which is believed by Ambonese for its propitiational value is in fact failed to prevent horizontal conflict that victimized a big number of life and financial damages. However, Wayame villagem is found to survive from those conflicts, and the community of this village, comprising of Islam and Christian religious group, succeeds to maintain harmonious relation. The research aims at, first, describing the perception of Wayamae village community to Pela Gandong in the post-conflict period; second, analyzing the cultural competence of pela Gandong in conflict resolution in the era of technology. This research employed qualitative method, involving in-field data gathering based on official report, digging out information from the resource persons who were directly witnessing the conflict when it occured and other references obtained through Forum Group Discussion (FGD. An analysis was performed to seek answer concerning on how the community of Wayame village viewed Pela Gandong in post-conflict period, how it is – as a local wisdom – maintained in the middle of changing and how Pela Gandong was revitalized. Research showed that Pela Gandong was maintained by involving all elements such as customary community and the government. Pela Gandong grew as the icon of Ambonese society in settling conflicts by raising awareness that they are Eastern people, collectivistic in nature, and place kinship into priority.

  1. A produção escrita das mulheres negras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Conceição Lopes Fontoura

    2004-01-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.1590/S0104-026X2004000300015 O artigo faz uma análise dos escritos publicados por Maria Mulher – Organização de Mulheres Negras, tendo em vista atender a sua missão institucional.Inicialmente, é feita uma apresentação da forma como a organização presta informações para as mulheres, em especial, as negras, visando ao combate às discriminações sexista, de raça/etnia e de classe social dentro dos programas que desenvolve. O texto faz também referência à falta de organizações que incentivem a produção intelectual de entidades feministas negras. Finalmente, para aumentar o número de publicações das organizações de mulheres negras, o trabalho aponta para a produção de obras em conjunto, as quais abordarão temas de acordo com a vocação de cada instituição.

  2. Maryam Mirzakhani : a primeira mulher vencedora da Medalha Fields

    OpenAIRE

    Martins, Maria do Carmo

    2015-01-01

    Este artigo apresenta uma breve biografia de Maryam Mirzakhani, a primeira mulher vencedora da Medalha Fields, prémio instituído desde 1936 e que é concedido de quatro em quatro anos a matemáticos com menos de 40 anos.

  3. Estresse em mulheres com Diabetes mellitus tipo 2

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Cristina Lessmann

    2011-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: O objetivo do estudo foi investigar a relação entre estresse e Diabetes Mellitus Tipo 2 em mulheres. MÉTODO: Estudo transversal prospectivo, desenvolvido com 147 mulheres, utilizando a Escala de Estresse Percebido (PSS. RESULTADOS: Houve associação entre as variáveis testadas, sendo possível inferir que as mulheres com estresse elevado são as que vivenciaram sofrimento e apresentam controle glicêmico alterado, ou seja, com valores superiores a 180 mg/dL. A maioria relatou sofrimento decorrente de problemas nas relações interpessoais, óbito, doença de familiares e solidão. CONCLUSÃO: Mulheres com DM2 que convivem com estresse e/ou sofrimento constituem grupo vulnerável ao desenvolvimento de agravos à saúde demandando aos serviços de saúde o desenvolvimento de estratégias que modifiquem esta situação.

  4. O lugar da mulher é na política?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nélida Reis Caseca Machado

    2015-06-01

    Full Text Available O nome atribuído a este artigo é provocativo e tem o intuito de apontar os caminhos trilhados nesta pesquisa. É que, mesmo diante de todo o avanço social, a mulher continua fazendo sua trajetória de vida indagando onde é o seu lugar, bem como é olhada pelos outros que também perguntam onde é o lugar dela. Este trabalho possui, então, o intuito de questionar e apontar os possíveis motivos pelos quais, no Brasil, as mulheres não participam ou participam pouco da política. Para tanto, faz uma abordagem em três eixos que nortearão todos os raciocínios: a mulher não participa porque não pode, porque não quer e, também, porque ninguém quer. Pretende chamar a atenção dos acadêmicos para a pouca participação da mulher na política e acerca da apatia geral e isso pode, de alguma forma, influenciar o cenário de participação feminina na seara política.

  5. MULHERES MULTIFUNCIONAIS: mercado de trabalho e dilemas familiares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline de Andrade Ramalho

    2013-11-01

    Full Text Available O presente artigo tem como objetivo discutir sobre as mudanças na vida das mulheres e no âmbito familiar a partir da sua entrada no mercado de trabalho, bem como, as dificuldades de ascensão profissional devido à discriminação e os desafios enfrentados por essas mulheres em seu cotidiano. Para tanto, adotamos a pesquisa qualitativa, fazendo uma revisão bibliográfica a respeito da temática em questão. Dentre as categorias em destaque na análise, destaca-se a função materna da mulher, seus conflitos de valores e suas consequências. Mesmo assumindo jornadas árduas de trabalho, percebemos que a sociedade e a própria mulher continuam atribuindo as responsabilidades domésticas e os cuidados com os filhos a elas, assim, apesar do cansaço, para muitas, isto ainda é motivo de realização.

  6. O corpo da mulher contemporânea em revista

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Christiane Moura Nascimento

    2012-08-01

    Full Text Available O corpo emergiu como "o mais belo objeto" na contemporaneidade, sob a regência do capitalismo. A sociedade de consumo, do espetáculo, do narcisismo são expressões da cultura contemporânea, que através da mídia influencia os hábitos de consumo e principalmente a subjetividade feminina. O corpo feminino é mostrado frequentemente na televisão e nas revistas femininas, como expressão do corpo-beleza. Para atingir os objetivos propostos neste artigo, que são investigar a influência da mídia na subjetividade feminina e investigar o lugar cultural criado à mulher e a seu corpo na contemporaneidade, foi utilizado o "método investigativo" da psicanálise. Uma revista feminina brasileira e uma propaganda (desta revista de um produto de uso exclusivo das mulheres foram escolhidas como objeto. Na análise, encontrou-se uma forte relação entre mercado consumidor, mulher, e consumo de si, o que demonstrou que o lugar criado à mulher é realmente a mídia, a publicidade e o mercado consumidor.

  7. Participação masculina na contracepção pela ótica feminina Men participation in contraception according to women's perspective

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marta LO Carvalho

    2001-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar as percepções das mulheres sobre a participação masculina na contracepção. MÉTODOS: Foram realizadas entrevistas domiciliares na Região Sul do Município de São Paulo. A amostra contou com 254 usuárias de métodos reversíveis que referiram, durante a entrevista, ter parceiro sexual. Trabalhou-se com análise estatística dos dados e técnica de análise de conteúdo. RESULTADOS: Em 78,8% dos casos, o método contraceptivo usado era de uso feminino, prescindindo da participação masculina para sua eficácia (pílula, injetáveis, DIU, diafragma. Apesar da alta concentração de métodos femininos, 82,7% responderam que o companheiro participava do processo da contracepção, evidenciando uma desvinculação entre método usado e percepção da participação masculina. As principais categorias referentes à representação feminina sobre a participação do parceiro na contracepção foram o apoio à mulher usuária de método feminino e o uso eventual de método masculino, quando a mulher necessitava suspender temporariamente o uso de seu método contraceptivo. CONCLUSÕES: As mulheres interpretaram a participação masculina na contracepção como uma atividade de apoio ao uso de métodos femininos de alta eficácia. O apoio do parceiro pode revelar-se pela aquisição da pílula, pela ação de lembrar a mulher de tomá-la ou pela opinião sobre o número de filhos desejado. A mulher assume a contracepção como atividade de sua responsabilidade, e o papel desempenhado pelo parceiro é vivenciado como uma função acessória.OBJECTIVE: To identify women's perceptions on men's participation in contraception. METHODS: Home interviews in the southern region of the city of S. Paulo, SP, Brazil, were carried out. The participant sample was of 254 female users of reversible contraceptive methods, who claimed to have sexual partners at moment of the interview. Statistical analysis of the demographic variables and

  8. MOVIMENTOS DE MULHERES TRABALHADORAS NO ESTADO DA PARAÍBA: gênero e autonomia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Emmy Lyra Duarte

    2016-03-01

    Full Text Available Compreendemos que as relações de gênero são produtos e processos sociais construídos pela naturalização de ideias, valores e papéis sociais desiguais para homens e para mulheres. Essa desigualdade, quase que universal, se sustenta na hierarquia social masculina. Surgem, da falta de equidade, concepções ou convenções sociais pré-definidas para as mulheres ahistóricas, como as tarefas delimitadas ao espaço privado. Levando em consideração essa inverdade histórica buscamos refletir as condições objetivas que, no espaço agrário da microrregião do Brejo paraibano, levaram a partir da década de 1970 a um grupo de mulheres se organizarem em espaços coletivos de discussão e luta, como os movimentos sociais rurais, com o triplo objetivo de: garantir o acesso à terra para aqueles que nela trabalham; garantir condições de trabalho dignas no campo e garantir o acesso à representação política das mulheres camponesas e canavieiras invisibilizadas em Sindicatos de Trabalhadores Rurais (STRs e movimentos sociais. Dessas demandas efetivas surgem dos movimentos significativos na região: o Movimento de Mulheres Trabalhadoras Rurais do Brejo (MMB e o Movimento de Mulheres Trabalhadoras da Paraíba (MMT/PB. Palavras-chave: Mulher; Movimentos Sociais; Trabalho; Espaço Agrário.   MOVEMENTS OF WORKING WOMEN IN PARAÍBA STATE: Gender and autonomy ABSTRACT We understand that gender relations are social products and processes built for the naturalization of ideas, values and unequal social roles for men and women. This inequality, almost universal, is based on male social hierarchy. Arise, this inequity, concepts or pre-defined social conventions for ahistorical women, as are the tasks defined private space. Considering this historical untruth seek to reflect the objective conditions that in the agrarian space of the micro-region of Paraiba Heath led from the 1970s to a group of women to organize themselves into collective spaces of

  9. “As mulheres de Misael”: corrupção de menores, atentados ao pudor e atos libidinosos na Comarca de Ribeirão Preto, 1871 a 1942

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael De Tilio

    2005-01-01

    Full Text Available O artigo tem por objetivo estudar processos criminais e inquéritos policiais de corrupção de menores, atentado ao pudor e atos libidinosos na comarca de Ribeirão Preto, ocorridos entre 1871 e 1942. Estes foram escolhidos por serem um recorte de outra pesquisa mais ampla sobre crimes sexuais no mesmo período (crimes sexuais e suas relações com a prática de casamento no Brasil, devido à sua importância no ordenamento social proposto pelo Código Penal de 1890. Estudadas suas aplicações na sociedade, refletidas na prática de produção de inquéritos policiais e processos criminais e suas intenções (para quem estavam destinados, quem eram seus autores, quais e os porquês de suas resoluções como casamentos, arquivamentos, perdões ou condenações, detectaram-se aspectos importantes. Dentre eles, o processo de construção de papéis sociais refletidos no casamento, de modo que a formação de famílias e sujeitos morais se adequasse à política difundida pela medicina-higienista e pela norma jurídica daquele período histórico, sendo punidos seus desviantes.

  10. Riqueza e status entre mulheres negras no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Emerson Ferreira Rocha

    Full Text Available Resumo Este artigo estuda a participação das mulheres negras no grupo dos ricos no Brasil. São definidos como ricos aqueles que integram o conjunto de 1% com maiores rendimentos advindos do trabalho principal. Através de modelos logísticos, estima-se em que medida a escolaridade, incluindo a segmentação por áreas de formação superior, contribui para as desvantagens desse grupo de mulheres quanto à participação entre os ricos. Estima-se também a contribuição relativa da remuneração discriminatória dos níveis educacionais. O estudo aborda também como a condição racial afeta a condição de status das mulheres negras ricas, sendo o conceito de status operacionalizado a partir das dinâmicas conjugais. O que se observa é que mulheres negras ricas, além de tenderem a não contar com um cônjuge, experimentam maiores probabilidades de estarem unidas a cônjuges não ricos, em comparação com as mulheres brancas. Isso indica que a condição racial deprecia suas possibilidades de conversão da afluência econômica em status social. A análise da dinâmica matrimonial é realizada com base em modelos logísticos multinominais. Os dados são provenientes do Censo Demográfico de 2010.

  11. Perfil de homens autores de violência contra mulheres detidos em flagrante: contribuições para o enfrentamento

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandra Bittencourt Madureira

    2014-12-01

    Full Text Available Objetivo: Delinear o perfil de agressores detidos em flagrante delito e da violência que perpetraram contra mulheres no período de implantação e consolidação da lei Maria da Penha, em um município da região central do estado do Paraná. Métodos: Pesquisa retrospectiva documental, realizada mediante apreciação de 130 Autos de Prisão, analisados pela estatística descritiva. Resultados: Eram adultos jovens, casados, com baixa escolaridade e trabalho remunerado. 89,3% foram libertados sob pagamento de fiança. Eram, majoritariamente, cônjuges, que sob efeito de álcool, praticaram violência. Um número significativo já possuía outros registros de violência doméstica. Conclusão: A denúncia, como ação isolada, revelou-se insuficiente para interromper o ciclo da violência. É necessário voltar-se para além da denúncia, pela implantação de ações de enfrentamento articuladas entre os setores de saúde, educação, segurança, justiça e assistência social, voltadas à igualdade de gênero e a cultura de paz.

  12. Abuso de drogas e transtornos alimentares entre mulheres: sintomas de um mal-estar de gênero?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Regina Helena Simões-Barbosa

    Full Text Available Resumo: O artigo discute o abuso de drogas e os transtornos alimentares sob as perspectivas críticas de gênero e do cuidado em saúde. Postula-se que o sofrimento subjetivo pode se expressar no corpo por meio das doenças psicossomáticas. Nessa perspectiva, a insaciável fome consumista das drogas ou de bens supérfluos, bem como o adoecimento pela fome voluntária em busca de um ideal de esbeltez, como na anorexia e bulimia, podem ser sintomas que denunciam o sofrimento feminino. Uma revisão nos campos da saúde coletiva e das teorias feministas destaca a magnitude dos fenômenos da medicalização e mercantilização da saúde presentes na psiquiatrização do mal-estar feminino. Na transição de gênero das sociedades capitalistas, as cobranças sociais pelo desempenho dos velhos e novos papéis femininos acentuam sentimentos de inadequação, traduzidos no mal-estar de gênero que circunda o abuso de drogas e os transtornos alimentares, analisados como patologias de protesto. Propõe-se o resgate do ideário do Programa de Assistência Integral à Saúde da Mulher, orientado pela integralidade, para enfrentar tais desafios.

  13. Efeitos do exercício físico aeróbio na modulação autonomica da frequência cardíaca de mulheres com sindrome dos ovários policisticos

    OpenAIRE

    Sá, Joceline Cássia Ferezini de

    2013-01-01

    O objetivo deste estudo foi analisar o efeito do treinamento físico aeróbico (TFA) na modulação autonômica cardíaca, avaliado pela variabilidade da frequência cardíaca (VFC), em mulheres com síndrome dos ovários policísticos (SOP). Participaram do estudo 30 mulheres na faixa etária entre 18 e 34 anos, com diagnóstico de SOP de acordo com o Consenso de Rotterdam, e foram divididas em dois grupos: 1) grupo treinamento (GT; n=15) que concluíram programa de treinamento aeróbico durante 16 semanas...

  14. Alinhavando nós: considerações sobre o simbólico na escrita feminina do trauma de guerra em A casa das sete mulheres, de Letícia Wierzchowski.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Borille de Abreu

    2015-06-01

    Full Text Available O presente artigo propõe aproximações entre estudos literários e psicanalíticos para um maior entendimento do trauma gerado nas mulheres pela guerra e da particularidade da escrita feminina do trauma de guerra, tomando-se como exemplo a narrativa A casa das sete mulheres, de Leticia Wierzchowski. O objetivo principal deste ensaio é mostrar como se dá o processo de simbolização do trauma de guerra através da escrita feminina, comparada aqui ao ato de tecer, atividade que remonta às moiras gregas descritas por Hesíodo e à personagem Penélope, da Odisséia de Homero.

  15. GÊNERO, MACHISMO E VIOLÊNCIA CONJUGAL: UM ESTUDO ACERCA DO PERFIL SOCIETÁRIO E CULTURAL DOS AGRESSORES DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR CONTRA AS MULHERES

    OpenAIRE

    Lôbo, Gutierrez Alves; URCA; Lôbo, José Tancredo; URCA

    2015-01-01

    As relações desiguais de gênero e poder são marcas presentes na história das famílias e das sociedades sustentadas pela cultura machista e patriarcal. Nesse sentido, nas últimas décadas vários avanços vêm se dando na esfera jurídica e no campo acadêmico no intuito de analisar, entender e, sobretudo enfrentar a violência, especificamente a que incide no contexto doméstico e familiar contra as mulheres, em que o homem-agressor mantém ou manteve uma relação íntima e de afeto com a mulher-vítima....

  16. Concepções de gênero entre homens e mulheres de baixa renda e escolaridade acerca da violência contra a mulher, São Paulo, Brasil Gender conceptions related to violence against women among men and women of low income and low educational level, Sao Paulo, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Thereza Couto

    2006-01-01

    Full Text Available O trabalho aborda como homens e mulheres de baixa renda e escolaridade, da cidade de São Paulo, Brasil, pensam suas relações afetivo-familiares e os diferentes contextos de violência que vivenciam. Trata-se de estudo qualitativo, utilizando grupos focais, com vistas a subsidiar estudo mais global acerca de violência contra a mulher e saúde. Foram realizados quatro grupos focais (dois com mulheres e dois com homens, na faixa etária de 25 a 35 anos, abordando as representações, livres e instigadas por ditos populares, de: homem e mulher ideais; as relações afetivo- sexuais e familiares; os concretamente vividos; e a violência doméstica. Usa-se a análise temática. Os resultados apontam para cisões entre atributos físicos e condutas morais na mulher ideal referida pelos homens, já aquela referida pelas mulheres define uma autonomia controlada. Os homens tiveram dificuldades em definir o homem ideal, já para as mulheres o ideal é o homem-família. Quanto à violência, é em princípio sempre condenável. É tolerável e instintiva para homens; e fatalidade ou destino, pela natureza masculina, para mulheres, tornando-se evento natural e trivial dos cotidianos de ambos. O referencial de gênero permite compreensão da violência como ocorrência comum, mas de sentidos diferentes entre gêneros.This article discusses how men and women of low income and educational level, living in São Paulo City, think their affective and familiar relationships and the different violent contexts they live in. It consists of a qualitative study, based on focus groups and subsiding a more global study on violence against women and health. It has been conducted four groups (two with men and two with women, aging 25 to 35 years broaching, free and instigated by popular sayings, conceptions on: the ideal man and woman, concretely experienced sexual affective and familiar relationships and on domestic violence. Thematic analysis was used. The results

  17. Valores que motivam mulheres de baixa renda a comprar produtos de beleza.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luís Alexandre Grubits de Paula Pessôa

    2013-02-01

    Full Text Available O artigo tem como objetivo identificar valores individuais que motivam mulheres de baixa renda, mesmo vivendo com severas limitações financeiras, a comprar produtos de beleza, que poderiam, à primeira vista, ser considerados itens supérfluos. O modelo de cadeia meios-fim de Gutman (1982 e os tipos de valores de Rokeach (1973 e Floch (1990 constituíram sua base conceitual. Foram conduzidas entrevistas em profundidade, empregando a técnica laddering (REYNOLD; GUTMAN, 1988, com 17 mulheres de baixa renda residentes na cidade do Rio de Janeiro. As entrevistas também foram interpretadas com o auxílio de análises de conteúdo e de discurso. Os resultados trazem evidências de que, com o uso de produtos de beleza, as consumidoras de baixa renda buscam elevar sua autoestima, constantemente abalada pelas restrições financeiras, que as coloca em permanente situação de desvantagem. Também buscam, por meio da beleza, obter respeito de classes sociais hierarquicamente superiores, já que a aparência parece ser uma maneira eficaz para diminuir sua percepção de discriminação por serem pobres. As entrevistadas mostraram-se muito conscientes de suas limitações orçamentárias para aquisição de produtos de beleza, comprando apenas o que podem pagar. A marca dos produtos selecionados para compra surgiu como fator importante em suas escolhas, não para obter status, mas como garantia da qualidade dos produtos. Este trabalho buscou ampliar o conhecimento sobre o comportamento de consumo dos grupos sociais na base da pirâmide, examinando questões ainda pouco exploradas, como valores de sua subcultura. Sob a perspectiva gerencial, esta pesquisa propõe contribuições para a gestão do composto de marketing de empresas que pretendam atuar nesse mercado.

  18. Direitos, cidadania das mulheres e religião Rights, women's citizenship and religion

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria José Rosado-Nunes

    2008-11-01

    Full Text Available O texto trabalha as complexas relações entre elementos da moderna cultura de direitos, as proposições políticas dos feminismos contemporâneos e os ideais e valores do catolicismo. Num primeiro momento, analisa-se a contribuição da Igreja católica no Brasil para a construção de uma certa "cultura de direitos", nos anos de 1960-1980, por meio das chamadas Comunidades Eclesiais de Base, as CEBs. No âmbito teórico, explora-se o interminável conflito dessa Igreja com os valores modernos que estão na base das reivindicações das mulheres, desde o século XVIII. Finalmente, voltando à realidade socioistórica do movimento de mulheres, aborda-se a questão da ampliação do conceito de direitos pela inclusão dos recém-denominados "direitos sexuais e direitos reprodutivos", como um novo, ma non troppo, campo de conflito entre o ideário feminista e o ideário católico.The text examines the complex relations between elements of modern culture of rights, the political proposals of contemporary feminists and the ideals and values of Catholicism. In the first part, the article analyzes the contribution of the Catholic Church in Brazil in constructing a certain 'rights culture,' during the 1960s, 70s and 80s, through the so-called 'Base Ecclesiastical Communities' - the CEBs. At the theoretical level, I explore the interminable conflict between the Catholic Church and the modern values that have formed the base of women's demands since the 18th century. Finally, returning to the sociohistorical reality of the women's movement, I approach the question of extending the concept of rights to include the recently emergent 'sexual and reproductive rights,' as a new, ma non troppo, field of conflict between feminist and Catholic ideas.

  19. A relação da mulher e a terra na revista Agriculturas: uma análise de conteúdo / The relationship between women and the earth in the journal Agriculturas: a content analysis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria de Cleofas Faggion Alencar

    2011-01-01

    Full Text Available Este trabalho é resultado de uma parceria entre a biblioteca e o setor de PD&I da Embrapa Meio Ambiente onde, através da aplicação do método de análise de conteúdo em artigos publicados pela Revista Agriculturas, buscou-se entender qual é o lugar e importância das mulheres, a percepção ou visão dos autores sobre a contribuição das mulheres e as principais atividades que elas desenvolvem. A grande parte dos artigos mostra que as mulheres atuam diretamente em atividades produtivas e em particular em atividades especificas, na unidade de produção e no artesanato, além de outras funções igualmente importantes. Elas têm tido sensibilidade para trabalhar respeitando os princípios da Agroecologia, cujas práticas se expressam nas atividades desenvolvidas na unidade de produção. Nos artigos da Revista Agriculturas, as mulheres desempenham o papel de "guardiãs das sementes”, de sua cultura e muitas vezes estão no centro das decisões sobre o que plantar, como plantar e onde vender a produção. Assim, o trabalho em conjunto com a Biblioteca possibilitou o desenvolvimento desta pesquisa destacando a aplicação do método de análise de conteúdo nos artigos da revista Agriculturas para identificar a relação da mulher e a terra.

  20. Vulnerabilidade de mulheres em união heterossexual estável à infecção pelo HIV/Aids: estudo de representações sociais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Larissa Silva Abreu Rodrigues

    2012-04-01

    Full Text Available O artigo discute as representações sociais de mulheres em união heterossexual estável no que diz respeito à vulnerabilidade à infecção pelo HIV/AIDS. Os dados foram produzidos pela associação livre de palavras e constituem recorte de uma pesquisa fundamentada na Teoria das Representações Sociais desenvolvida com mulheres soronegativas para o HIV, da capital e interior da Bahia. A análise fatorial de correspondência revelou significância para as variáveis: procedência, escolaridade e tempo de união estável. A aceitação à traição emergiu como fator de vulnerabilidade para respondentes com 1-5 anos de união estável do interior. Mulheres da capital com 6-10 anos de união estável representam a monogamia como forma de prevenção. Mulheres com maior tempo de união e nível escolar básico representam-se como invulneráveis, contrárias as que têm 1-5 anos de união e escolaridade mediana. Os resultados indicam a necessidade de mais ações com o objetivo de desnaturalizar as coerções sócio-culturais que geram representações e aproximam mulheres em união estável da AIDS.

  1. Mulheres vítimas de estrupo: contexto e enfrentamento dessa realidade Women rape victims: experiences and confrontation of this reality

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sandra Sudário

    2005-12-01

    Full Text Available Este artigo, parte da dissertação de mestrado da autora, analisa o contexto do estupro e seu enfrentamento pelas mulheres vitimadas e descreve o comportamento do estuprador com base na percepção da vítima. Cinco mulheres atendidas em um hospital de referência em HIV/AIDS responderam a entrevistas semi-estruturadas submetidas à técnica de análise de conteúdo. Os resultados evidenciaram a vulnerabilidade da mulher, não somente em lugares ermos e vias públicas, mas também no trabalho e residência. Diante da frieza e crueldade do estuprador, que manifesta oscilações comportamentais variáveis, desde ameaças de morte até choro após a violência, a mulher lança mão de estratégias de libertação e sobrevivência. A busca pelo atendimento configura-se em uma verdadeira via-crucis. Entretanto, a despeito dos traumas adquiridos, as mulheres mostraram profunda resiliência.This article, as part of the authors' dissertation for her Masters degree, analyzes the experience of rape and the way victims face the problem. It also describes the behavior of the rapist based on the victims' view. Five women, who were being attended in a HIV/AIDS reference hospital, answered semi-structured interviews that were submitted to the technique of content analysis. The results show the vulnerability of woman, not only in deserted places and public ways but also at work and at home. The victims use strategies of liberation and survival at the moment of rape, in face of the rapist who reveals himself as being cruel and cold, with emotional oscillations that may vary from death threats to crying after the rape. Reaching out for assistance constitutes a real via cruxes for the victims. However, despite the traumas, they have demonstrated a profound capacity of resilience.

  2. Violência contra a mulher: análise de casos atendidos em serviço de atenção à mulher em município do Sul do Brasil Violence against women: analysis of cases attended in a women care centre in a municipality in Southern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elaine Ferreira Galvão

    2004-08-01

    Full Text Available Este artigo, de caráter descritivo, tem como objetivo apresentar o perfil de mulheres atendidas em um centro de atendimento à mulher em Londrina, Paraná, e caracterizar os casos quanto aos tipos de violência sofrida, queixa principal, ambiente em que ocorreu a violência e tipo de vínculo do agressor com a mulher. Utilizando-se o Programa Epi Info 6.04 montou-se um banco de dados com as informações extraídas das fichas das mulheres atendidas pelo Serviço, no ano de 2001. Do total de 470 fichas analisadas, verificou-se que a média de idade das mulheres é de 34 anos. A maioria, 47,2%, declarou-se casada e 54% possuem um ou dois filhos. Declararam-se chefes de família 38,7% das mulheres. A violência emocional prevaleceu, representando 56,4% dos casos, seguida pela violência física (32,1%. Os principais agressores são os atuais maridos ou companheiros das mulheres (73,4% e o lar é o espaço onde a maioria das agressões ocorre. Considerando-se a complexidade do problema, que está associado à questão da construção social dos papéis masculinos e femininos e da desigualdade existente nas relações entre os gêneros, conclui-se que os serviços de atendimento às mulheres em situação de violência são de fundamental importância e que estes devem estar articulados com os serviços de saúde no desenvolvimento de ações preventivas e na perspectiva da atenção integral à mulher.The objective of this descriptive study is to present the profile of women who were assisted at a women's care center in Londrina, Paraná State, Brazil, and to characterize the cases in relation to types of violence, main complain, environment where the violence occurred and the woman-perpetrator relationship. Information extracted from the records of women assisted in 2001 was processed using the Epi Info software, version 6.04. Of a total of 470 records analyzed, the mean age of the women was 34. The majority (47.2% reported to be married, 54% had

  3. Como morre uma mulher? : configurações da violência letal contra mulheres em Pernambuco

    OpenAIRE

    Gomes, Ana Paula Portella Ferreira

    2014-01-01

    Esta tese tem como tema os homicídios de mulheres em Pernambuco e seu objetivo foi compreender e analisar as dinâmicas sociais que produzem este tipo de violência. O objeto do estudo foi o conjunto das situações as mulheres são assassinadas, mas, para isso, foi necessário também observar o conjunto das situações de homicídios de homens, para não tomar como específico aquilo que é comum aos dois grupos populacionais. Para isso, realizou-se análise comparativa para identificar as situações nas ...

  4. O MACHISMO NO BANCO DOS RÉUS – UMA ANÁLISE FEMINISTA CRÍTICA DA POLÍTICA CRIMINAL BRASILEIRA DE COMBATE À VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

    OpenAIRE

    Roman Borges, Clara Maria; Lucchesi, Guilherme Brenner

    2015-01-01

    O presente artigo tem por objetivo realizar uma análise crítica dos discursos feministas, que levaram recentemente à promulgação das leis brasileiras responsáveis por tornar mais severa a punição da violência contra a mulher, de modo a demonstrar como não conseguem escapar das armadilhas cognitivas estabelecidas pela dominação masculina naturalizada nas sociedades ocidentais e como têm servido ao desenvolvimento de uma biopolítica neoliberal. The aim of this article is to critically analyz...

  5. Mulheres cuidando de mulheres: um estudo sobre a Casa de Apoio Viva Maria, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Meneghel Stela Nazareth

    2000-01-01

    Full Text Available Este trabalho teve como objetivo obter dados a respeito de mulheres vitimizadas que são atendidas em uma casa abrigo governamental denominada "Casa de Apoio Viva Maria", situada na cidade de Porto Alegre. Analisaram-se informações referentes a 110 mulheres que estiveram albergadas na casa durante os últimos dois anos - janeiro de 1996 a junho de 1998. O perfil da clientela mostrou que as mulheres eram jovens - em média, 29 anos; todas de baixa renda; 12% analfabetas, 21% negras, 80% delas com história de violência doméstica freqüente. Além disso, 18% destas mulheres retornaram à relação com o companheiro violento. Foram efetuadas visitas domiciliares a 34 ex-moradoras, convidando-as a participar de uma série de oficinas de avaliação. Um total de 118 pessoas - mães e crianças - integrou os três encontros de avaliação. Durante estes, os pesquisadores estimularam as participantes a expressar suas opiniões, percepções e sentimentos a respeito da experiência vivida na casa abrigo, assim como seus conceitos no tocante à violência. Finalmente, realizou-se um grupo focal com a equipe técnico-administrativa da casa. As trabalhadoras enfatizaram o quanto esse tipo de trabalho tem sido útil para seu desenvolvimento pessoal e auxiliou a modificar suas vidas.

  6. Mulheres cuidando de mulheres: um estudo sobre a Casa de Apoio Viva Maria, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Stela Nazareth Meneghel

    Full Text Available Este trabalho teve como objetivo obter dados a respeito de mulheres vitimizadas que são atendidas em uma casa abrigo governamental denominada "Casa de Apoio Viva Maria", situada na cidade de Porto Alegre. Analisaram-se informações referentes a 110 mulheres que estiveram albergadas na casa durante os últimos dois anos - janeiro de 1996 a junho de 1998. O perfil da clientela mostrou que as mulheres eram jovens - em média, 29 anos; todas de baixa renda; 12% analfabetas, 21% negras, 80% delas com história de violência doméstica freqüente. Além disso, 18% destas mulheres retornaram à relação com o companheiro violento. Foram efetuadas visitas domiciliares a 34 ex-moradoras, convidando-as a participar de uma série de oficinas de avaliação. Um total de 118 pessoas - mães e crianças - integrou os três encontros de avaliação. Durante estes, os pesquisadores estimularam as participantes a expressar suas opiniões, percepções e sentimentos a respeito da experiência vivida na casa abrigo, assim como seus conceitos no tocante à violência. Finalmente, realizou-se um grupo focal com a equipe técnico-administrativa da casa. As trabalhadoras enfatizaram o quanto esse tipo de trabalho tem sido útil para seu desenvolvimento pessoal e auxiliou a modificar suas vidas.

  7. Gênero, sexualidade, corpo e trabalho: etnografia em um clube das mulheres

    OpenAIRE

    Arent, Marion; Carrara, Sérgio

    2007-01-01

    Esta etnografia investiga papéis de gênero em um Clube das Mulheres. Observações e entrevistas foram utilizadas na coleta de dados. Clube das Mulheres (CM) é um show de strip-tease masculino para mulheres apresentado numa boate do Rio de Janeiro. Neste contexto, como sujeitos e objetos, tanto homens quanto mulheres desempenham posições conflitantes. Corpos masculinos são dispostos para o consumo feminino, representando uma inversão dos papéis de gênero tradicionais, porém a masculinidade é su...

  8. Representações sobre a mulher no cinema brasileiro contemporâneo

    OpenAIRE

    Moreira, Tiago de Almeida

    2015-01-01

    O artigo apresenta e analisa um inventário com vinte e cinco filmes brasileiros contemporâneos que fazem representações sobre a mulher. As elaborações ficcionais sobre a mulher no cinema evidenciam que o seu papel na sociedade tem se modificado. Se em outros tempos do cinema brasileiro o feminino já foi tratado como o sexo frágil, associado à idéia de 181 mulher objeto, submissa ao homem, nos filmes atuais a mulher tem assumido um papel de protagonista nas relações de gênero. El artículo p...

  9. As mulheres dirigentes do partido dos trabalhadores: perfil e desafios à participação substantiva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tassia Rabelo de Pinho

    2016-07-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/1806-5023.2016v13n1p65 Este artigo trata-se de um estudo de caso sobre os avanços e limites à participação política das mulheres no interior do Partido dos Trabalhadores, primeiro partido da América Latina a adotar cotas de gênero e a aprovar a paridade na composição das suas direções. A coleta de dados consistiu na aplicação de questionários aos integrantes da Direção Nacional do PT, seguida de pesquisa biográfica[1], e na análise das pesquisas de opinião realizadas pela Fundação Perseu Abramo (FPA. Realizamos ainda pesquisa no acervo Sérgio Buarque de Holanda que nos permitiu levantar a composição das direções nacionais do PT ao longo da sua história, e analisar a trajetória da participação feminina. Por fim, trabalhamos com algumas entrevistas abertas e em profundidade com mulheres dirigentes do partido[2]. [1] A pesquisa foi realizada por meio de informações básicas coletadas na Secretaria Geral do PT, e incrementadas a partir de dados do Tribunal Superior Eleitoral, sites dos políticos e páginas no Facebook. [2] Essas entrevistas foram realizadas durante a construção da minha dissertação.

  10. Cultura médica e decisões reprodutivas entre mulheres infectadas pelo vírus da Aids

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Riva Knauth

    2002-08-01

    Full Text Available As gestantes infectadas pelo vírus da Aids defrontam-se com um conjunto de informações, prescrições e práticas que tornam este período particular em relação a outras gestações e experiências. O presente artigo busca evidenciar os fatores que condicionam as escolhas reprodutivas das gestantes HIV+, em especial no que se refere ao tipo de parto e decisão por esterilização feminina adotado, bem como suas implicações. Os dados apresentados resultam de uma pesquisa desenvolvida nas cidades de São Paulo e Porto Alegre, onde foram entrevistadas sessenta mulheres. A condição de soropositividade para o HIV faz com que o parto seja percebido, pelas gestantes, como uma prescrição médica, deixando o desejo em segundo plano. Mas, além deste fator, o tipo de serviço ao qual a gestante encontra-se vinculada aparece como determinante, tanto para a indicação fornecida como para sua concretização ou não. O fato das expectativas relacionadas ao parto serem determinadas por uma prescrição médica, pouco dependente da vontade ou experiências anteriores, faz com que para muitas mulheres esta experiência seja percebida como mais difícil que os partos anteriores ou pior que o esperado.

  11. Cultura médica e decisões reprodutivas entre mulheres infectadas pelo vírus da Aids

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Riva Knauth

    Full Text Available As gestantes infectadas pelo vírus da Aids defrontam-se com um conjunto de informações, prescrições e práticas que tornam este período particular em relação a outras gestações e experiências. O presente artigo busca evidenciar os fatores que condicionam as escolhas reprodutivas das gestantes HIV+, em especial no que se refere ao tipo de parto e decisão por esterilização feminina adotado, bem como suas implicações. Os dados apresentados resultam de uma pesquisa desenvolvida nas cidades de São Paulo e Porto Alegre, onde foram entrevistadas sessenta mulheres. A condição de soropositividade para o HIV faz com que o parto seja percebido, pelas gestantes, como uma prescrição médica, deixando o desejo em segundo plano. Mas, além deste fator, o tipo de serviço ao qual a gestante encontra-se vinculada aparece como determinante, tanto para a indicação fornecida como para sua concretização ou não. O fato das expectativas relacionadas ao parto serem determinadas por uma prescrição médica, pouco dependente da vontade ou experiências anteriores, faz com que para muitas mulheres esta experiência seja percebida como mais difícil que os partos anteriores ou pior que o esperado.

  12. RACISMO CORDIAL DESCONSTRUÍDO:UMA LEITURA PÓS-POSITIVISTA DO PAPEL DA MULHER NEGRA NO BRASIL COLONIAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana do Carmo Figueiredo

    2013-10-01

    Full Text Available RESUMO:Este artigo tem como objetivo fazer uma leitura do papel social do escravo no Brasil regencial, destacando-se os aspectos feministas da luta da mulher negra contra o cativeiro e pela manutenção do núcleo familiar formado na colônia. O fio condutor será o livro Slave Life in Rio de Janeiro 1808 - 1850 (A vida escrava no Rio de Janeiro 1808 – 1850, tese de doutorado da pesquisadora norte-americana Mary Karasch. Ela é apontada por defensores de teorias feministas como aquela que fez o dever de casa de História do Brasil, contrariando o mito propagado por Gilberto Freire de que havia uma relação harmônica entre a casa grande e a senzala, o quepropiciava a possibilidade de ascensão social ao escravo brasileiro.PALAVRAS-CHAVE: construtivismo; feminismo; mulher negra; construção social; relações internacionais.   ABSTRACT: This article aims to make a reading of the social role ofthe slave in Brazil regency period, highlighting the feminist aspects of the black women fight against captivity and for the maintenance of the family unit formed in the colony. The common thread is the book Slave Life in Rio de Janeiro 1808 – 1850, the doctoral thesis by American researcher Mary Karasch. She is pointed by feminist scholars as the one that did the History of Brazil homework, contrary to the myth propagated by Gilberto Freire work that there was a harmonius relationship between the big house and the slave quarters, which fed the possibility of social mobilitiy to the Brazilian slaves.   KEYWORDS:  constructivism; feminism; black woman; social construction; international relations.Recebido: 07/12/2013      Aceito: 06/07/2013

  13. Os ciúmes do direito: o desejo pelas uniões homoafetivas e a repulsa a Amor Divino e Paixão Luz

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberto Efrem Filho

    Full Text Available Este artigo analisa as sinuosas relações de poder que atravessam a decisão do Supremo Tribunal Federal brasileiro a respeito do reconhecimento jurídico das uniões homoafetivas. Relaciona essa decisão a um acórdão do próprio Supremo Tribunal Federal que negou a Joana da Paixão Luz o direito à pensão decorrente do falecimento de seu companheiro, Waldemar do Amor Divino. O Tribunal alegou que Amor Divino era casado com outra mulher à época de seu relacionamento com Joana e que, portanto, a união dos dois não seria estável. Ponderam-se neste texto os preços cobrados pela estabilidade e pelo essencialismo, ao tempo em que se investiga a reprodução sexualizada da propriedade privada.

  14. Mulheres HIV positivas, reprodução e sexualidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Naila JS Santos

    2002-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estudar questões relativas à sexualidade e à saúde reprodutiva de mulheres HIV-positivas, seu acesso às práticas de prevenção, sua aderência a tratamentos e a possibilidade de fazerem opções conscientes quanto à gravidez. MÉTODOS: Estudo exploratório realizado, em 1997, em um ambulatório de um centro de referência na área de doenças sexualmente transmissíveis e Aids localizado na cidade de São Paulo, Brasil. Foi estudada uma amostra consecutiva, não-probabilística, constituída de 148 mulheres HIV-positivas. Foram excluídas as menores de 18 anos e as fisicamente debilitadas. Os dados foram colhidos por meio de entrevistas estruturadas. Foram aplicados os testes de chi² e t-Student. RESULTADOS: A média de idade das mulheres pesquisadas foi de 32 anos, sendo que 92 (62,2% tinham até o primeiro grau de escolaridade, e 12,2% chegaram a cursar uma faculdade. A mediana do número de parceiros na vida foi quatro, e metade das entrevistadas manteve vida sexual ativa após infecção pelo HIV. Do total das mulheres, 76% tinham filhos, e 21% ainda pensavam em tê-los. Um maior número de filhos, maior número de filhos vivos e de filhos que moravam com as mães foram os fatores mais indicados como interferência negativa na intenção de ter filhos. Não foi encontrada associação entre pensar em ter filhos com as variáveis como percepção de risco, situação sorológica do parceiro, uso de contraceptivos e outras. Os métodos contraceptivos mudaram, sensivelmente, na vigência da infecção pelo HIV. CONCLUSÕES: A intenção de ter filhos não se alterou substancialmente nas mulheres em conseqüência da infecção pelo HIV. Mulheres HIV-positivas precisam ter seus direitos reprodutivos e sexuais discutidos e respeitados em todos os serviços de atenção à saúde. A adesão ao medicamento e ao sexo seguro são importantes, mas difíceis, requerendo aconselhamento e apoio. São necessários serviços que promovam

  15. Mulheres HIV positivas, reprodução e sexualidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Santos Naila JS

    2002-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estudar questões relativas à sexualidade e à saúde reprodutiva de mulheres HIV-positivas, seu acesso às práticas de prevenção, sua aderência a tratamentos e a possibilidade de fazerem opções conscientes quanto à gravidez. MÉTODOS: Estudo exploratório realizado, em 1997, em um ambulatório de um centro de referência na área de doenças sexualmente transmissíveis e Aids localizado na cidade de São Paulo, Brasil. Foi estudada uma amostra consecutiva, não-probabilística, constituída de 148 mulheres HIV-positivas. Foram excluídas as menores de 18 anos e as fisicamente debilitadas. Os dados foram colhidos por meio de entrevistas estruturadas. Foram aplicados os testes de chi² e t-Student. RESULTADOS: A média de idade das mulheres pesquisadas foi de 32 anos, sendo que 92 (62,2% tinham até o primeiro grau de escolaridade, e 12,2% chegaram a cursar uma faculdade. A mediana do número de parceiros na vida foi quatro, e metade das entrevistadas manteve vida sexual ativa após infecção pelo HIV. Do total das mulheres, 76% tinham filhos, e 21% ainda pensavam em tê-los. Um maior número de filhos, maior número de filhos vivos e de filhos que moravam com as mães foram os fatores mais indicados como interferência negativa na intenção de ter filhos. Não foi encontrada associação entre pensar em ter filhos com as variáveis como percepção de risco, situação sorológica do parceiro, uso de contraceptivos e outras. Os métodos contraceptivos mudaram, sensivelmente, na vigência da infecção pelo HIV. CONCLUSÕES: A intenção de ter filhos não se alterou substancialmente nas mulheres em conseqüência da infecção pelo HIV. Mulheres HIV-positivas precisam ter seus direitos reprodutivos e sexuais discutidos e respeitados em todos os serviços de atenção à saúde. A adesão ao medicamento e ao sexo seguro são importantes, mas difíceis, requerendo aconselhamento e apoio. São necessários serviços que promovam

  16. Mammography and Pap test screening among low-income foreign-born Hispanic women in the USA Mamografia e teste Papanicolau em mulheres latinas de baixa renda nos Estados Unidos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria E. Fernandez

    1998-01-01

    Full Text Available Little is known about the factors influencing screening among low-income Hispanic women particularly among recent immigrants. A sample of 148 low-income, low-literate, foreign-born Hispanic women residing in the Washington DC metropolitan area participated in the study. The mean age of the sample was 46.2 (SD = 11.5, 84% reported annual household incomesEste estudo determinou os fatores que influenciam a conduta de mulheres latinas de baixa renda nos EUA, em face do monitoramento pela mamografia (MM e por meio do teste de Papanicolau (TP, em uma amostra de 148 mulheres latinas, residentes na região metropolitana de Washington DC. A idade média na amostra foi de 46,2 anos (desvio padrão 11,5, e 84% relatavam renda familiar anual menor que quinze mil dólares. Todas as mulheres falavam espanhol e apresentavam níveis reduzidos de aculturação; 96% destas informavam ter realizado TP, mas 24% não relatavam adesão às normas recomendadas de rastreamento. Entre aquelas com quarenta anos ou mais, 62% haviam realizado MM, mas somente 33% de acordo com as normas de rotina. A freqüência de conceitos equivocados sobre o câncer neste grupo de mulheres foi maior que a observada para mulheres latinas em outros estudos. Modelos logísticos multivariados para variáveis correlacionadas à conduta no rastreamento pelo TP e MM indicam que fatores como o medo do teste, vergonha e desconhecimento tiveram influência. Concluiu-se que as mulheres nesse estudo apresentaram menor freqüência de rastreamento por MM que mulheres não latinas, além de apresentarem também níveis mais reduzidos de adesão às normas de rastreamento por TP e MM.

  17. Fatores associados à obesidade abdominal em mulheres em idade reprodutiva Factors associated with abdominal obesity among childbearing-age women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gilberto Kac

    2001-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar variáveis potencialmente associadas à obesidade abdominal em mulheres em idade reprodutiva. MÉTODOS: Foram investigadas 781 mulheres a partir de informações coletadas pela Pesquisa Nutrição e Saúde realizada em 1996 no Município do Rio de Janeiro. A obesidade abdominal foi definida como circunferência da cintura (CC > 80 cm ou como Razão Cintura Quadril (RCQ > 0,85. A análise estatística envolveu o cálculo de medidas de tendência central. A associação entre obesidade abdominal e Índice de Massa Corporal, idade, paridade e uso de tabaco foi testada por meio do cálculo do "Odds Ratio" (OR, usando a técnica de regressão logística multivariada. RESULTADOS: As maiores freqüências de obesidade abdominal foram observadas em mulheres acima de 35 anos e com dois ou mais filhos (50,7%. Os valores de OR demonstram o efeito da interação entre paridade e idade para CC>80 cm quando controlado apenas o efeito dessas duas variáveis. A partir dos modelos de regressão logística, verificou-se que quando a população foi estratificada em mulheres com e sem sobrepeso, apenas a escolaridade esteve associada à RCQ, enquanto a associação com idade e paridade desapareceu para a CC>80 cm. CONCLUSÕES: A obesidade abdominal nesse grupo populacional independe da idade e da paridade quando ajustado pelo peso relativo, sendo suas maiores determinantes a adiposidade geral e a escolaridade. Ter maior escolaridade significou possuir uma RCQ menor. É fundamental implementar estratégias de prevenção para o desenvolvimento da obesidade, cujo enfoque sejam mulheres em idade reprodutiva.OBJECTIVE: To investigate variables potentially associated with abdominal obesity among childbearing-age women. METHODS: A total of 781 women were studied based on data from the Nutrition and Health Survey conducted in 1996 in the municipality of Rio de Janeiro, Brazil. Abdominal obesity was defined as waist girth (WG > 80 cm or waist

  18. Abortamento induzido: vivência de mulheres baianas Induced abortion: the experience of women from the Brazilian state of Bahia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa do Nascimento Pereira

    2012-12-01

    Full Text Available O abortamento representa grave problema de saúde pública, que envolve questões legais, econômicas, sociais e psicológicas. Estudo qualitativo que teve como objetivo identificar situações que interferem na decisão pelo aborto e os sentimentos diante do processo de abortar. O estudo foi realizado em uma Maternidade Pública, no Município de Salvador-BA, e os sujeitos foram constituídos por nove mulheres hospitalizadas por aborto provocado. Para a coleta de dados, utilizamos a entrevista acompanhada por um formulário semiestruturado. Foram considerados os aspectos éticos baseados na Resolução 196/96 do Conselho Nacional de Saúde. Para a análise das falas, usamos como referencial a técnica de análise de conteúdo de Bardin. A amostra caracterizou-se por mulheres adultas eminentemente negras; casadas/união estável; dependentes financeiramente do companheiro. Na análise dos discursos, surgiram dois temas: Motivação e Sentimentos. Dentre os motivos que levam ao aborto, encontram-se a dificuldade financeira, o número de filhos, a vivência de violência conjugal e a perda de sua autonomia. O processo de abortamento gera medo de morrer, tristeza e alívio. As mulheres vivenciam o aborto induzido, revelando um processo muito doloroso, desde o momento em que descobrem a gravidez, passando pela difícil decisão de interrompê-la. Quando não são ajudadas, essas mulheres perpetuam essa dor, vivendo dias de angústia e culpa. O exercício da escuta e do acolhimento devem estar presentes na vida dos profissionais de saúde, independentemente de suas opiniões com relação ao aborto, a fim de que a mulher possa expressar seus sentimentos, e então obter ajuda e encaminhamento adequados.Abortion is a serious public health problem that involves legal, economic, social and psychological issues. This qualitative study aimed to identify situations that interfere in the abortion decision and the feelings about the process of aborting. The

  19. Habilidades sociais em mulheres obesas: um estudo exploratório Social skills in obese females: An exploratory study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sabrina Kerr Bullamah Correia

    2004-12-01

    Full Text Available Dentre os aspectos psicológicos associados à obesidade, pode-se destacar a qualidade das relações interpessoais, supondo-se que as pessoas com sobrepeso podem, pelas restrições associadas, possuir déficits em habilidades sociais. Esta pesquisa avaliou, em uma amostra de 29 mulheres obesas mórbidas, seus principais déficits em habilidades sociais gerais e diante de demandas de alimentação; e a influência de características sociodemográficas e outros aspectos cognitivos e motivacionais sobre esses déficits. As mulheres responderam o Inventário de Habilidades Sociais, questões sobre Habilidades Assertivas na Alimentação (HAA e um Questionário sobre Obesidade. A análise mostrou que as mulheres obesas apresentaram déficits principalmente em HAA, sendo semelhantes à amostra normativa nas habilidades gerais; não houve influência de características sociodemográficas; há aspectos cognitivos e motivacionais importantes a serem considerados na análise.Among the psychological aspects concerning obesity, the quality of the interpersonal relationships can be pointed out. The assumption is that the overweighted people, given their restrictions, may have deficits in social skills. This research aimed to verify, in a sample of 29 morbid obese women, their main deficits in general social skills and in those ones related to feeding; the influence of socio-demographic features and other cognitive or motivational aspects on those deficits. The women completed the Social Skills Inventory, questions about Assertive Skills associated with Feeding and a Questionnaire about Obesity. The results showed that obese women presented deficits mainly in Assertive Skills associated with Feeding, but they were similar to normative sample in the Social Skills Inventory; there were no influence of socio-demographic features; there are important cognitive and motivational aspects to be considered in this kind of study.

  20. Violência contra a mulher, coesão familiar e drogas Violence against women, family cohesion and drugs

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia Moreira Rabello

    2007-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a associação entre coesão, adaptabilidade e risco mental familiar com violência física contra a mulher e uso de drogas. MÉTODOS: Estudo tipo caso-controle pareado realizado entre 2004 e 2005 na cidade de João Pessoa, Paraíba. A amostra foi constituída por 260 mulheres, divididas em 130 agredidas e 130 não agredidas. O grupo caso foi constituído de mulheres que prestaram queixa por agressão física doméstica na Delegacia Especializada da Mulher. O grupo controle foi pareado com mulheres vizinhas de bairro das vítimas queixosas na Delegacia. A coesão, a adaptabilidade e o risco mental foram avaliados pela escala Family Adaptability and Cohesion Evaluation Scales. Na análise estatística, foram utilizados os testes qui-quadrado e Exato de Fisher, com nível de significância de 5%. RESULTADOS: Os dois grupos se comportaram de forma diferente em relação ao risco mental e coesão, mas semelhantes quanto à adaptabilidade familiar (p=0,0917. As mulheres agredidas apresentaram risco mental alto (43,1% e médio (39,2%, diferentemente das não agredidas (p=0,0016, que apresentaram médio risco (55,4%. Houve diferença significativa entre os dois grupos para o uso de drogas, com consumo maior nas famílias das mulheres agredidas (90,8% do que das não agredidas (56,9%. A droga mais utilizada foi o álcool, sendo o mais alto fator de risco para a agressão, quando consumido diariamente (OR=37,33 ou associado a outra droga (OR=29,56. CONCLUSÕES: O desequilíbrio pela falta de união entre a família e o uso de drogas altera decisivamente no funcionamento familiar, podendo gerar conflitos e agressões domésticas.OBJECTIVE: To evaluate the association between cohesion, adaptability and mental risk in families, physical violence against women and the use of drugs. METHODS: Data for this paired case-control study was collected in 2004 and 2005 in the city of Joao Pessoa, in Northeastern Brazil. The sample included 260 women

  1. Mulheres idosas e suas histórias de vidas sofridas: direito a adoecer com cidadania?; quem sabe um dia...

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria da Penha Almeida Fehlberg

    2014-03-01

    Full Text Available Este estudo objetivou dar escuta às histórias de vida sofrida de mulheres idosas, indagando se elas têm, ou poderiam ter em breve, direito a adoecer com dignidade. Como meta, desvendar a prática da Política de Saúde Mental numa Unidade Municipal de Saúde, a partir da Constituição Federal de 1988, regulamentada pela Lei n.º 8.080/90, a Lei Orgânica da Saúde (SUS, e Lei n.º 8.142/90 que tratam da participação da comunidade na gestão do Sistema e das transferências intergovernamentais de recursos financeiros. Na Unidade de Saúde de Coqueiral de Itaparica em Vila Velha (ES, Brasil, a intervenção da equipe técnica, especificamente junto a um grupo de mulheres idosas, levando em conta o que preconiza a Política de Saúde Mental, traz à tona os desafios do cotidiano e a busca por soluções criativas, de baixo custo, utilização do lúdico e da arte para viabilizar o trabalho, que é desenvolvido de forma bastante interessante: a via contação de suas histórias de vidas sofridas, cujo conteúdo é trabalhado de forma cooperativa, quando se enfrenta o adoecimento mental, na busca por uma vida com menos sofrimento e mais qualidade pela ação de empoderamento do cidadão. Como metodologia, foram adotadas a pesquisa bibliográfica e a pesquisa documental, que demonstraram ser ferramentas úteis para obtenção de dados via documentos, relatórios de gestão e prontuários. Foi utilizada ainda a observação do cotidiano do trabalho grupal, desenvolvido no período de 2008 a 2011, para a construção desta pesquisa.

  2. Perda e luto: vivências de mulheres que interromperam a gestação por malformação fetal letal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elenice Bertanha Consonni

    2013-09-01

    Full Text Available O presente estudo teve por objetivo conhecer as vivências de luto de mulheres que interromperam a gestação sob autorização judicial, devido à malformação fetal incompatível com a vida. Participaram do estudo dez mulheres atendidas no Setor de Medicina Fetal do Hospital das Clínicas de Botucatu. Para coleta dos dados foi realizada entrevista semiestruturada quarenta dias após a interrupção. As entrevistas foram audiogravadas, transcritas na íntegra e tiveram os dados analisados na perspectiva da análise temática de conteúdo. Os resultados revelaram que as mães buscaram explicações e significados para a perda, sendo muito frequentes respostas religiosas e autoculpabilizantes. Os relatos marcaram sentimentos de tristeza, saudade e sensação de vazio pela perda do filho, revelando também a necessidade das mães de manterem-se ligadas a ele. As mães estavam e continuaram vinculadas aos seus filhos e a interrupção da gestação, embora tenha sido uma escolha para minimizar a dor de uma perda inevitável, não as poupou de vivências de grande sofrimento. O estudo traz subsídios para a discussão e planejamento de abordagens e cuidados com a saúde de mulheres que interrompem a gestação por malformação fetal letal, mediante autorização judicial.

  3. Considerações éticas sobre pesquisas com mulheres em situação de violência

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo de Mattos Russo Rafael

    2013-04-01

    Full Text Available Este ensaio tem por objetivo refletir sobre os princípios ético-metodológicos envolvidos em pesquisas com mulheres em situação de violência. O texto discute a aplicação dos princípios da beneficência e não maleficência durante as pesquisas que envolvem esta temática, apontando para recomendações balizadas pela privacidade, autonomia e contribuições imediatas para os sujeitos voluntários. A seguir, tomando como referencial teórico os princípios da justiça e equidade, os autores propõem um debate sobre os aspectos metodológicos envolvidos na garantia de proteção das entrevistadas, com vistas à melhoria da qualidade dos dados obtidos e possíveis contribuições sociais.

  4. Prolactina e seus excessos em mulheres não-gestantes - doi: 10.5102/ucs.v3i1.548

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiane Maria Villar Silva

    2008-04-01

    Full Text Available A prolactina é um hormônio produzido pela hipófise, responsável por processos fisiológicos relacionados à reprodução, cuja principal função é a manutenção da lactação. Sua secreção é regulada por mecanismos hormonais e não-hormonais. Existem patologias relacionadas com o excesso de prolactina circulante. São as denominadas hiperprolactinemias e os prolactinomas de causas fisiológicas, farmacológicas, patológicas e idiopáticas. Os níveis de prolactina verificados em 79 mulheres analisadas por um laboratório particular de Brasília mostraram variações características de acordo com diferentes faixas etárias.

  5. O fenômeno da violência contra a mulher: tipificações e percepções

    OpenAIRE

    Pereira, Rita de Cássia Bhering Ramos

    2012-01-01

    A questão da Violência Doméstica, apesar de relatada há muito tempo, ganhou reconhecimento e entrou na agenda das políticas públicas brasileiras há pouco mais de duas décadas, pela crescente divulgação na mídia e avanço das pesquisas acerca desse tipo de fenômeno. No entanto, muitas mulheres ainda desconhecem as leis e os órgãos que a protegem, continuando, dessa forma, sendo agredidas em silêncio ; enquanto, outras denunciam o seu agressor e passam a arcar com as consequências da pós- de...

  6. Correlação entre alterações lombares e modificações no arco plantar em mulheres com dor lombar

    OpenAIRE

    Borges,Cláudia dos Santos; Fernandes,Luciane Fernanda Rodrigues Martinho; Bertoncello,Dernival

    2013-01-01

    OBJETIVO: Avaliar provável correlação entre arco plantar, curvatura lombar e dores lombares. MÉTODOS: Foram avaliadas 18 mulheres com queixa de dor lombar, submetidas a uma avaliação que constava de dados pessoais e de um exame físico com medidas antropométricas, avaliação do arco plantar por meio fotopodoscopia, avaliação da postura do paciente por meio do biofotogrametria, ambos utilizando o programa SAPO, além de avaliação da dor lombar pela escala visual analógica (EVA). A idade média dos...

  7. Apoios à mulher/nutriz nas peças publicitárias da Semana Mundial da Amamentação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Alves Moreira

    Full Text Available RESUMO Objetivo: desvendar os apoios da rede social da mulher/nutriz nas peças publicitárias da Semana Mundial da Amamentação. Método: estudo descritivo, exploratório, documental, qualitativo. Desde a coleta até a análise dessas peças, foram adotados os passos metodológicos de Gemma Penn, fundamentados na semiologia de Roland Barthes. Os resultados foram interpretados pela teoria da Rede Social de Sanícola e dos cinco tipos de apoio: presencial, emocional, instrumental, informativo e autoapoio. Resultados: em nove peças publicitárias das 22 semanas mundiais da amamentação, identificou-se/identificaram-se ator(es da rede social da mulher/nutriz. Em cinco delas, companheiro, avó e irmão demonstraram apoio emocional e presencial à amamentação. Percebeu-se o autoapoio em três cartazes; o apoio instrumental, em um cartaz; e o apoio informativo, em cartaz algum. Conclusão: os apoios desvendados em apenas cinco peças publicitárias incluíram: emocional, presencial, instrumental e autoapoio. Nas demais, não havia apoio. Em nenhuma delas, o conjunto dos apoios foi revelado.

  8. Percepções dos profissionais de uma rede intersetorial sobre o atendimento a mulheres em situação de violência

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elisabeth Meloni Vieira

    Full Text Available Objetivou-se conhecer como profissionais envolvidos com atenção às mulheres em situação de violência em uma rede intersetorial percebem os atendimentos que fazem. Foram realizadas trinta entrevistas com profissionais de serviços dos setores de saúde, assistência social (AS, segurança pública (SP e judiciário de uma cidade de porte médio do Estado de São Paulo, Brasil. Pela análise temática os resultados foram sistematizados em cinco categorias: Como são percebidas as mulheres que sofrem violência? Preconceitos dos profissionais. Como os profissionais percebem o atendimento realizado? Emoções e sentimentos dos profissionais no atendimento. Barreiras e avanços em relação ao atendimento. Há percepções fragmentadas e estereotipadas e necessidade de aprimorar a infraestrutura existente, preparar e amparar os profissionais para humanizar os atendimentos. Criar serviços específicos e investir em prevenção é fundamental, pois existe um descompasso entre intenção política de enfrentamento à violência e realidade estudada.

  9. Mulheres de corpo e alma: aspectos biopsicossociais da meia-idade feminina Women in body and soul: biopsychosocial factors in menopause

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Elizabeth Mori

    2004-01-01

    Full Text Available Este trabalho investigou na literatura científica os aspectos biológicos, psicológicos e socioculturais que se estão em jogo na etapa da meia-idade feminina a fim de melhor compreender a vivência dessa mulher. O evento da menopausa - caracterizada pela cessação da ovulação e por manifestações físicas e psíquicas - marca este momento vital e impõe questões que, se não forem bem trabalhadas, podem, no limite, ocasionar sintomas depressivos. As mudanças hormonais condicionam o processo de envelhecimento que aponta para a finitude. Um certo estranhamento em relação a si mesma faz com que muitas mulheres tenham dificuldades em lidar com as perdas inerentes a esta fase de vida.This study investigated biological, psychological and sociocultural aspects that interact in middle-aged women in order to better understand their feelings and experiences. The advent of the menopause - characterized by the end of the menstruation and by psychic and physical manifestations - imposes fundamental questions that, on the limit, may elicit depressive symptoms. Hormonal changes are implicated in the aging process, that point to the finitude. A feeling of not being themselves makes many women experience difficulties with losses inherent to this life period.

  10. Tratamento da infertilidade em mulheres com síndrome dos ovários policísticos Treatment of infertility in women with polycystic ovary syndrome

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Laura Ferreira Santana

    2008-04-01

    Full Text Available A síndrome dos ovários policísticos (SOP é a principal endocrinopatia ginecológica na idade reprodutiva, com incidência de 6 a 10% das mulheres no menacme. A resistência insulínica e a hiperinsulinemia compensatória permanecem como os elementos mais importantes na etiopatogenia da SOP. Esta revisão teve como objetivo discutir as controvérsias no tratamento de mulheres com SOP nos diferentes contextos da infertilidade feminina e gestação, à luz das evidências atuais, com ênfase no consenso de 2008 proposto pelas sociedades européia (European Society of Human Reproduction and Embryology, ESHRE e americana (American Society for Reproductive Medicine, ASRM de reprodução.Polycystic ovary syndrome (PCOS occurs in 6 to 10% of women during the reproductive age. Insulin resistance and compensatory hyperinsulinemia are currently two of the main factors involved in the etiopathogenesis of PCOS. The objective of the present review was to discuss the controversies related to the treatment of infertile women with PCOS and during their pregnancy, focusing on the European Society of Human Reproduction and Embryology (ESHRE and the American Society for Reproductive Medicine (ASRM current consensus.

  11. Adaptação e validação da Family Dynamics Measure II para familiares de mulheres com câncer de mama

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Teresa Cristina Martins Leite Imada

    Full Text Available O estudo objetivou adaptar e validar a Family Dynamics Measure II para uso com famílias de mulheres com câncer de mama. O processo incluiu tradução, retrotradução, análise da equivalência semântica pela autora principal do instrumento, análise semântica por amostra da população-alvo, análise de conteúdo por juízes e avaliação das propriedades psicométricas da escala aplicada a 251 familiares de mulheres com câncer de mama. Obteve-se versão adaptada com fidedignidade geral boa (α = 0,90; a análise fatorial não confirmou a dimensionalidade teórica do instrumento original; as correlações com a Escala de Ansiedade e Depressão Hospitalar foram invertidas e de baixa a moderada intensidade. A escala foi considerada válida para uso no Brasil. Novos estudos foram sugeridos para fortalecer as evidências.

  12. Agroecologia: Potencializando os papéis das mulheres rurais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabiana da Silva Andersson

    2017-04-01

    Full Text Available O artigo analisa se e como a agroecologia potencializa os papéis das mulheres rurais, em sua maioria agricultoras, dos municípios de Arroio do Padre e São Lourenço do Sul (RS. Através da realização de entrevistas em profundidade e da observação participante, o artigo analisa as percepções dessas mulheres a respeito das realidades por elas vivenciadas tanto no âmbito produtivo (lavoura como reprodutivo (doméstico. É importante destacar que, em Arroio do Padre, há um processo incipiente de “agroecologização”, ou seja, as unidades familiares encontram-se nos níveis iniciais da transição agroecológica. Já em São Lourenço do Sul, observou-se que essas mulheres atuam na agroecologia há mais de 40 anos. Estas distintas trajetórias conferem percepções de mundo diferenciadas entre os dois contextos sociais. Enquanto para as interlocutoras de Arroio do Padre a agroecologia pouco interfere em suas escolhas dentro e fora de casa, já para as entrevistadas de São Lourenço do Sul é essencial no repensar das relações estabelecidas no lar e no seu entorno, especialmente nos assuntos que tangem aos mercados e a sua valorização enquanto “agricultora”.

  13. Vivência de mulheres que se submeteram à gastroplastia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Glenda Agra

    2009-12-01

    Full Text Available A gastroplastia reduz as co-morbidades e melhora a qualidade de vida, resgatando a auto-estima e inclusão social doobeso mórbido. O estudo teve como objetivo investigar a vivência de mulheres que se submeteram à gastroplastia, apartir de seus discursos. Trata-se de um estudo exploratório com abordagem qualitativa, do qual participaram 16pacientes mulheres que se submeteram à cirurgia bariátrica. Os dados foram coletados nos meses de junho a julho de2007, por meio da técnica de entrevista semi-estruturada, com a utilização do sistema de gravação, as quais foramanalisadas qualitativamente, à luz da técnica do Discurso do Sujeito Coletivo. Emergiram as seguintes idéias centrais:elevação da auto-estima e bem-estar psicológico; promoção de bem-estar físico; mudança negativa no pós-operatórioimediato e mediato; mudança positiva após a fase de adaptação; possibilidade de maior socialização; satisfaçãofamiliar e pessoal enquanto mulher e maior disposição, segurança e melhor estado de humor. Conclui-se, portanto,que, a gastroplastia é um tratamento cirúrgico para obesos mórbidos, que remete à perda ponderal, melhora a autoestima,mas que traz conseqüências negativas. Daí a importância do cuidar destas pacientes desde a decisão de sesubmeter à cirurgia até a total reabilitação.

  14. Fatores associados ao excesso de peso entre mulheres

    OpenAIRE

    Lopes,Aline Cristine Souza; Reyes,Alessandra Nunes Lima; Menezes,Mariana Carvalho de; Santos,Luana Caroline dos; César,Cibele Comini

    2012-01-01

    Objetivou-se caracterizar as usuárias e identificar os fatores associados ao excesso de peso em serviço público de Promoção à Saúde (SPS). Estudo transversal com todas as mulheres de SPS, denominado Academia da Cidade. Utilizaram-se variáveis antropométricas, consumo e hábitos alimentares, e relato de morbidades. Realizou-se análise descritiva e regressão linear múltipla (p

  15. A identidade da mulher na modernidade Women's identity in modernity

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Josênia Antunes Vieira

    2005-01-01

    Full Text Available O artigo trata das mudanças na constituição da identidade da mulher diante das novas práticas discursivas, produto das modificações nas ordens do discurso, resultado da globalização da economia. Essas mudanças alteraram a vida e a intimidade das pessoas, modificando-lhes o modo de ser. Assim, as transformações das relações sociais trazem dificuldades para a construção identitária feminina. Para isso, o artigo discute, à luz da análise de discurso crítica, os tópicos: a construção social da identidade da mulher; o papel do sujeito; a tecnologia e a mídia como agentes fragmentadores da identidade da mulher; a espacialização no discurso feminino; o discurso do corpo na auto-realização identitária; a identidade da mulher diante das transformações da sexualidade; a construção da identidade do gênero feminino na família; a questão identitária e o ensino e, por fim, o trabalho como força estruturante da identidade feminina.This paper deals with changes in the constitution of women's identity in relation to new discourse practices. These are the result of changes in discourse orders due to economic globalization. These changes have altered people's lives and their intimacy, thus modifying their way of being. In this sense, changes in social relations have brought about difficulties in the construction of female identity. Thus, this article, based on critical discourse analysis, seeks to discuss the following issues: the social construction of women's identity; technology and the media as fragmentary agents in women's identity; spatialization in female discourse; the discourse of the body in identity self-realization; women's identity vis à vis transformations in sexuality; the construction of female identity in the family; the identity issue and education and, finally, the world of work as a structuring element in female identity.

  16. Raça e desigualdade entre as mulheres: um exemplo no sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Olinto Maria Teresa Anselmo

    2000-01-01

    Full Text Available Através de dados epidemiológicos este estudo pretende evidenciar as proporções sócio-econômicas das distinções criadas pelo "racismo contemporizador" da sociedade brasileira. Foi realizado um estudo transversal de base populacional com uma amostra representativa de 2.779 mulheres, de 15 a 49 anos vivendo em uma cidade no sul do Brasil. As mulheres negras e pardas apresentaram menor escolaridade, renda familiar, piores condições de moradia do que as mulheres brancas. Ao mesmo tempo, usavam menos métodos contraceptivos, tinham mais filhos e apresentavam maior perda fetal do que as mulheres brancas. Chama a atenção que praticamente todos esses resultados apresentaram tendência linear entre as categorias, isto é, à medida que havia um "escurecimento" da pele, piores ficavam as condições sócio-econômicas das mulheres. Também foi observado que as mulheres negras eram mais separadas, divorciadas ou viúvas, evidenciando mais um aspecto de pauperização das mulheres negras, principalmente pelo limitado acesso dessas ao mercado de trabalho. Os resultados deste estudo demostram que as relações raciais entre as mulheres são uma problemática que deve permear a discussão sobre cidadania no Brasil.

  17. Raça e desigualdade entre as mulheres: um exemplo no sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Teresa Anselmo Olinto

    2000-12-01

    Full Text Available Através de dados epidemiológicos este estudo pretende evidenciar as proporções sócio-econômicas das distinções criadas pelo "racismo contemporizador" da sociedade brasileira. Foi realizado um estudo transversal de base populacional com uma amostra representativa de 2.779 mulheres, de 15 a 49 anos vivendo em uma cidade no sul do Brasil. As mulheres negras e pardas apresentaram menor escolaridade, renda familiar, piores condições de moradia do que as mulheres brancas. Ao mesmo tempo, usavam menos métodos contraceptivos, tinham mais filhos e apresentavam maior perda fetal do que as mulheres brancas. Chama a atenção que praticamente todos esses resultados apresentaram tendência linear entre as categorias, isto é, à medida que havia um "escurecimento" da pele, piores ficavam as condições sócio-econômicas das mulheres. Também foi observado que as mulheres negras eram mais separadas, divorciadas ou viúvas, evidenciando mais um aspecto de pauperização das mulheres negras, principalmente pelo limitado acesso dessas ao mercado de trabalho. Os resultados deste estudo demostram que as relações raciais entre as mulheres são uma problemática que deve permear a discussão sobre cidadania no Brasil.

  18. Conexões transnacionais entre as mulheres de direita Brasil, Chile e Estados Unidos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Margaret Power

    2014-04-01

    Full Text Available Este artigo discute a importância transnacional dos movimentos de mulheres contra João Goulart, no Brasil, e contra Salvador Allende, no Chile, e o impacto que tiveram sobre as mulheres conservadoras dos Estados Unidos. Para tanto, examina a ampla cobertura que a mídia, nos Estados Unidos, deu aos movimentos dessas mulheres, assim como as visitas que as mulheres anti-Goulart fizeram aos Estados Unidos após o golpe militar brasileiro de 1964. Ele explora vários casos em que mulheres conservadoras brasileiras e chilenas partilharam suas experiências e suas vitórias políticas com as mulheres da América do Norte, que, por sua vez, foram inspiradas por elas. O artigo desafia a literatura acerca das mulheres de direita nos Estados Unidos, que tem ignorado o impacto que as mulheres conservadoras do Brasil ou do Chile tiveram sobre os movimentos desse país.

  19. Mulher e mãe, "novos papéis", velhas exigências: experiência de psicoterapia breve grupal Woman and mother, "new roles", old demands: the experience of a brief psychotherapy group

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana dos Santos Soares

    2003-01-01

    Full Text Available Este artigo tem como foco investigar os papéis desempenhados pelas mulheres fora do casamento, em situações de divórcio e de maternidade sem se casarem. Trata-se de estudo de caso derivado do trabalho de psicoterapia breve grupal numa cidade do interior de Minas Gerais, cujos sujeitos foram quatro mulheres com esse perfil. O trabalho se desenvolveu em seis sessões, em que foram utilizadas atividades de acordo com o referencial teórico do psicodrama. Os resultados atestam a importância do trabalho em grupo para a elaboração dos conflitos das mulheres e para a atuação do psicólogo em saúde coletiva.The focus of this article is to investigate the roles played by 4 women of different status: outside the marriage, in divorce situations and in single parenting. This is a case study derived from a brief psychotherapy group work in a countryside town in the state of Minas Gerais. The work was developed in six sessions, in which activities according to the psychodrama theoretic referential were used. The results show the importance of group work in order to elaborate women’s conflicts, and also for the work of a psychologist in public health.

  20. Recursos sociais para apoio às mulheres em situação de violência em Ribeirão Preto, SP, na perspectiva de informantes-chave

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Manoel Antônio dos Santos

    Full Text Available Objetivou-se conhecer as organizações envolvidas no atendimento de mulheres em situação de violência, considerando a rede de agências e equipamentos sociais disponíveis. Utilizou-se abordagem qualitativa com entrevistas semiestruturadas a 11 representantes de instituições como: Polícia Militar, Delegacia de Defesa da Mulher, Conselho tutelar, juízes e promotores da Vara de Infância e Juventude, Vara Criminal e voluntários de duas ONGs. Pela análise de conteúdo, os resultados foram sistematizados em três categorias: missão da organização, limites da atuação e inserção no fluxo de atendimento - e apontaram que os entrevistados, de maneira geral, mostram-se sensibilizados e informados sobre a questão da violência contra a mulher (VCM. Os serviços não têm conhecimento da amplitude da rede de apoio e por isso atuam de modo desarticulado. Em consequência, o fluxo de atendimento pode ficar fragmentado e não permitir acompanhamento em todos os níveis. Os dados indicam necessidade de maior entrosamento e capacitação para profissionais.

  1. Recursos sociais para apoio às mulheres em situação de violência em Ribeirão Preto, SP, na perspectiva de informantes-chave

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Manoel Antônio dos Santos

    2011-03-01

    Full Text Available Objetivou-se conhecer as organizações envolvidas no atendimento de mulheres em situação de violência, considerando a rede de agências e equipamentos sociais disponíveis. Utilizou-se abordagem qualitativa com entrevistas semiestruturadas a 11 representantes de instituições como: Polícia Militar, Delegacia de Defesa da Mulher, Conselho tutelar, juízes e promotores da Vara de Infância e Juventude, Vara Criminal e voluntários de duas ONGs. Pela análise de conteúdo, os resultados foram sistematizados em três categorias: missão da organização, limites da atuação e inserção no fluxo de atendimento - e apontaram que os entrevistados, de maneira geral, mostram-se sensibilizados e informados sobre a questão da violência contra a mulher (VCM. Os serviços não têm conhecimento da amplitude da rede de apoio e por isso atuam de modo desarticulado. Em consequência, o fluxo de atendimento pode ficar fragmentado e não permitir acompanhamento em todos os níveis. Os dados indicam necessidade de maior entrosamento e capacitação para profissionais.

  2. Os Meios de Comunicação e a Figura da Mulher: uma reflexão sobre a personagem Clara da telenovela Em Família

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Aparecida Baccega

    2016-06-01

    Full Text Available O presente artigo tem por objetivo refletir acerca da construção da figura da mulher operada pelos meios de comunicação, através de um dos seus produtos culturais, a telenovela brasileira. Para tanto, propõe uma investigação que aborda a visibilidade da mulher na mídia, trazendo como arcabouço teórico Baccega (1994; 1999, Escosteguy (2011 e Hall (2013, no que tange aos discursos midiáticos; Lippmann (1966, Bourdieu (2002, Scott (1995, Butler (2015 e Louro (2000 para refletir sobre a figura da mulher. Levando em conta o contexto hegemônico, o presente artigo propõe discutir a ideologia bem como a indústria cultural a fim de analisar, como objeto empírico, a personagem Clara, protagonizada pela atriz Giovanna Antonelli, na telenovela brasileira Em Família, da TV Globo.

  3. Validação de equações de predição da taxa metabólica basal em mulheres residentes em Porto Alegre, RS, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wahrlich Vivian

    2001-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Medir a taxa metabólica basal em mulheres de 20 a 40 anos, não-gestantes ou lactantes, e comparar o valor medido com os valores de taxa metabólica basal estimados por equações de predição. MÉTODOS: A taxa metabólica basal foi medida por calorimetria indireta, pela manhã, durante a fase folicular do ciclo menstrual, em 60 voluntárias residentes no município de Porto Alegre, RS, sob condições padronizadas de jejum, repouso e ambiente. RESULTADOS: A média (± desvio-padrão da taxa metabólica basal medida foi 1.185,3±148,6 kcal em 24 horas. A taxa metabólica basal, estimada por equações, foi significativamente maior (7% a 17% do que a taxa metabólica basal medida. CONCLUSÕES: Os dados evidenciaram que as equações de predição não são adequadas para estimar a taxa metabólica basal nas mulheres avaliadas. O emprego dessas equações podem superestimar os requerimentos energéticos para mulheres com características semelhantes.

  4. Validação de equações de predição da taxa metabólica basal em mulheres residentes em Porto Alegre, RS, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vivian Wahrlich

    2001-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Medir a taxa metabólica basal em mulheres de 20 a 40 anos, não-gestantes ou lactantes, e comparar o valor medido com os valores de taxa metabólica basal estimados por equações de predição. MÉTODOS: A taxa metabólica basal foi medida por calorimetria indireta, pela manhã, durante a fase folicular do ciclo menstrual, em 60 voluntárias residentes no município de Porto Alegre, RS, sob condições padronizadas de jejum, repouso e ambiente. RESULTADOS: A média (± desvio-padrão da taxa metabólica basal medida foi 1.185,3±148,6 kcal em 24 horas. A taxa metabólica basal, estimada por equações, foi significativamente maior (7% a 17% do que a taxa metabólica basal medida. CONCLUSÕES: Os dados evidenciaram que as equações de predição não são adequadas para estimar a taxa metabólica basal nas mulheres avaliadas. O emprego dessas equações podem superestimar os requerimentos energéticos para mulheres com características semelhantes.

  5. Mulheres vítimas de violência sexual: meios coercitivos e produção de lesões não-genitais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jair Naves dos Reis

    2004-04-01

    Full Text Available Este estudo tem como objetivo analisar os meios coercitivos utilizados pelos ofensores sexuais e a produção de lesões não-genitais em mulheres crianças, adolescentes e adultas, vítimas de estupro e atentado violento ao pudor notificados pela Delegacia de Defesa da Mulher e examinados no Núcleo de Perícias Médico-Legais de Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil, no período de 1996 a 2000. Na distribuição dos casos segundo a idade, utilizou-se o critério estabelecido pelo Estatuto da Criança e do Adolescente. A violência física foi o constrangimento mais empregado contra adultas (44,1% e adolescentes (25,0%, seguida da grave ameaça em 36,5% e 17,0% dos casos, respectivamente. A violência presumida pela innocentia consilii ocorreu em 94,1% das crianças e 42,8% das adolescentes. Lesões não-genitais de natureza leve foram evidenciadas em 7,8% dos casos, acometendo crianças (3,0%, adolescentes (7,2% e adultas (14,4%, produzidas sem o uso de armas (75,0%. Quando utilizadas, constatou-se que o número de casos com lesões decresce frente ao emprego de facas (14,3% e revólveres (10,7% contra vítimas adultas e adolescentes.

  6. Mulheres vítimas de violência sexual: meios coercitivos e produção de lesões não-genitais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Reis Jair Naves dos

    2004-01-01

    Full Text Available Este estudo tem como objetivo analisar os meios coercitivos utilizados pelos ofensores sexuais e a produção de lesões não-genitais em mulheres crianças, adolescentes e adultas, vítimas de estupro e atentado violento ao pudor notificados pela Delegacia de Defesa da Mulher e examinados no Núcleo de Perícias Médico-Legais de Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil, no período de 1996 a 2000. Na distribuição dos casos segundo a idade, utilizou-se o critério estabelecido pelo Estatuto da Criança e do Adolescente. A violência física foi o constrangimento mais empregado contra adultas (44,1% e adolescentes (25,0%, seguida da grave ameaça em 36,5% e 17,0% dos casos, respectivamente. A violência presumida pela innocentia consilii ocorreu em 94,1% das crianças e 42,8% das adolescentes. Lesões não-genitais de natureza leve foram evidenciadas em 7,8% dos casos, acometendo crianças (3,0%, adolescentes (7,2% e adultas (14,4%, produzidas sem o uso de armas (75,0%. Quando utilizadas, constatou-se que o número de casos com lesões decresce frente ao emprego de facas (14,3% e revólveres (10,7% contra vítimas adultas e adolescentes.

  7. Despatriarcalizar e decolonizar o estado brasileiro : um olhar pelas políticas públicas para mulheres indígenas

    OpenAIRE

    Fonseca, Lívia Gimenes Dias da

    2017-01-01

    Esta tese intenta responder à pergunta: é possível decolonize e depatriarchalizar o Estado moderno a partir de suas próprias estruturas? Para tanto, foi utilizado os marcos teóricos da teoria decolonial, associados às produções latino-americanas que refletem sobre os efeitos da colonização nas estruturas de poder da organização social dos países dessa região. Na tradução intercultural dessa narrativa histórica, no capítulo 1, identifico como as colonialidades do poder, do saber, do ser e de g...

  8. Tipo de parto: expectativas das mulheres Tipo de parto: expectativas de las mujeres Childbirth types: women's expectations

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sonia Maria Junqueira Vasconcellos de Oliveira

    2002-10-01

    Full Text Available Estudo descritivo e exploratório, realizado mediante entrevista com 221 puérperas que tiveram parto em maternidades públicas estaduais, localizadas no município de São Paulo. Teve como objetivos: 1. identificar o tipo de parto esperado pelas mulheres, considerando a via vaginal ou cesariana, e sua justificativa; 2. verificar a ocorrência do tipo de parto, segundo as expectativas dessas mulheres; 3. comparar a indicação médica da cesariana com o entendimento das mulheres sobre justificativa dessa intervenção. Os dados revelam que 74,7% tinham expectativa de que o parto fosse normal, e 25,3%, de que fosse cesárea. O parto normal, esperado por 165 entrevistadas, ocorreu em 66,1% dessas mulheres. A justificativa mais citada pelas mulheres para esperar o parto normal foi a recuperação pós-parto mais rápida e, para a cesárea, ter tido cesárea anterior. As justificativas apresentadas por 61 mulheres para a realização da cesariana não era coincidente com a indicação médica em 47,5% dos casos.Estudio descriptivo y exploratorio, realizado mediante entrevista con 221 puerperas que tuvieron el parto en maternidades públicas de en la ciudad de São Paulo. La investigación tuvo como objetivos: 1. identificar el tipo de parto esperado por las mujeres, considerando la vía vaginal o cesárea y su justificación; 2. verificar la ocurrencia del tipo de parto, según las expectativas de esas mujeres; 3. comparar la indicación médica da la cesárea con la comprensión de las mujeres sobre la justificación para esa intervención. Los datos muestran que 74,7% de las mujeres tenían la expectativa de que el parto fuese normal y 25,3% que fuese cesárea. El parto normal, esperado por 165 entrevistadas, ocurrió en 66,1% de estas mujeres. La justificativa más utilizada por las mujeres para esperar el parto normal fue la recuperación postparto más rápida y para la cesárea, haber tenido la cesárea anterior. La justificación presentada

  9. Exame para detecção precoce do câncer cérvico-uterino: vivência de mulheres das cidades de Kobe e Kawasaki, Japão e São Paulo, Brasil Cervical cancer screening: experience of women from Kobe and Kawasaki cities, Japan and São Paulo city, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosa Yuka Sato Chubaci

    2005-12-01

    Full Text Available OBJETIVOS: estudar a vivência de mulheres japonesas e mulheres brasileiras descendentes de japoneses, quanto a exame precoce do câncer cérvico-uterino. MÉTODOS: estudo quantitativo, de caráter exploratório, das características das mulheres quanto ao exame Papanicolaou. Participaram do estudo 149 mulheres: 79 japonesas e 70 brasileiras descendentes de japoneses. RESULTADOS: a grande maioria das mulheres (82,6% realizou o exame Papanicolaou, e as brasileiras submeteram-se mais a esse tipo de exame que as japonesas. A maioria das brasileiras (64,6% foi incentivada a fazer o exame pelo seu ginecologista, enquanto 26,2% das japonesas foram motivadas por campanhas de prevenção; maior proporção de japonesas (53,6% teve dificuldade para realizar o exame que as brasileiras (10,8%, sendo a "vergonha" a principal dificuldade relatada pelas japonesas. 48,6% das brasileiras e 31,5% das japonesas atribuíram suas razões para realizar o exame à importância de evitar doenças ginecológicas. CONCLUSÕES: as razões apresentadas pelas mulheres deste estudo para não realizarem o exame de Papanicolaou sugerem aspectos importantes a serem reconsiderados pelos profissionais de saúde que atuam na área da saúde da mulher.OBJECTIVES: this work aimed at studying the experience of Japanese women and Brazilian women from Japanese descent submited theirselves to cervical cancer screening. METHODS: an exploratory quantitative study, was performed intending to know women's characteristics typical of their nationality and their attitude towards the Papanicolaou smear. The number of participants was 149 women, 79 Japanese and 70 Brazilian. RESULTS: the main results showed that the large majority of women (82.6% submitted themselves to the cervical cancer screening. The Brazilian women (92.9% showed a higher participation percentage than the Japanese (73.4% women. The majority of Brazilian women (64.6% were encouraged by their gynecologist to run the

  10. O transtorno bipolar na mulher Bipolar disorder in women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandro de Borja Gonçalves Guerra

    2005-01-01

    Full Text Available Diferenças sexuais, descritas em vários transtornos psiquiátricos, também parecem estar presentes no transtorno afetivo bipolar (TAB. A prevalência do TAB tipo I se distribui igualmente entre mulheres e homens. Mulheres parecem estar sujeitas a um risco maior de ciclagem rápida e mania mista, condições que fariam do TAB um transtorno com curso mais prejudicial no sexo feminino. Uma diátese depressiva mais marcante, uso excessivo de antidepressivos e diferenças hormonais surgem como hipóteses para explicar essas diferenças fenomenológicas, apesar das quais, mulheres e homens parecem responder igualmente ao tratamento medicamentoso. A indicação de anticonvulsivantes como primeira escolha em mulheres é controversa, a não ser para o tratamento da mania mista e, talvez, da ciclagem rápida. O tratamento do TAB na gravidez deve levar em conta tanto os riscos de exposição aos medicamentos quanto à doença materna. A profilaxia do TAB no puerpério está fortemente indicada em decorrência do grande risco de recorrência da doença nesse período. Embora, de modo geral, as medicações psicotrópicas estejam contra-indicadas durante a amamentação, entre os estabilizadores do humor, a carbamazepina e o valproato são mais seguros do que o lítio. Mais estudos são necessários para a confirmação das diferenças de curso do TAB entre mulheres e homens e a investigação de possíveis diferenças na efetividade dos tratamentos.Gender differences, described in several psychiatric disorders, seem to be also present in bipolar disorder (BD. The prevalence of bipolar I disorder is equally distributed between women and men. Women seem to be at higher risk for rapid cycling and mixed mania, conditions that could make BD a disorder with a more severe course in the female sex. A marked depressive diathesis among women, greatest use of antidepressants and hormonal differences have been mentioned as hypotheses to explain these

  11. Análise da efetividade da Lei Maria da Penha e dos Conselhos Municipais da Mulher no combate à violência doméstica e familiar no Brasil = Analysis of Maria da Penha Law effectiveness and the Municipal Councils of Women in fight against domestic and familiar violence in Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Amancio, Geisa Rafaela Sousa

    2016-01-01

    Full Text Available A Lei Maria da Penha (LMP é a principal política pública de combate à violência doméstica e familiar no Brasil; responsável pela criação de medidas punitivas mais severas ao agressor e pela criação de uma rede de atendimento à mulher. Diante disso, buscou-se, neste trabalho, avaliar a efetividade da LMP na redução do estupro e tentativa de estupro, entre 2005 e 2013, e, ainda, verificar a influência dos Conselhos Municipais da Mulher na redução dos casos de violência contra a mulher, para os anos de 2009, 2011, 2012 e 2013. O exame analítico descritivo mostrou que não houve redução das denúncias de estupro e tentativa de estupro durante o período, e o modelo econométrico, utilizando painel com efeitos aleatórios, confirmou a influência dos Conselhos Municipais

  12. Modos de subjetivação de mulheres negras: efeitos da discriminação racial Black women subjectivity: effects of racial discrimination

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Luisa Pereira de Oliveira

    2009-08-01

    Full Text Available Neste estudo, buscou-se compreender os efeitos da discriminação racial na identidade e subjetividade de mulheres negras atendidas no programa SOS Racismo/Porto Alegre/RS. Essa pesquisa fundamentou-se em um grupo dispositivo, cujo objetivo foi ouvir as narrativas das mulheres que sofreram atos de racismo/discriminação e agenciar outras referências identitárias. O referencial teórico-metodológico utilizado para analisar o material empírico produzido nos grupos foi o das práticas discursivas, entendidas como a forma pela quais as pessoas produzem sentidos para experiências como as da violência racial. Os repertórios interpretativos presentes nos diálogos enunciados pelas mulheres referiam-se à discriminação racial e ao racismo e sinalizavam a construção de estratégias de enfrentamento e resistência. Acreditamos que a intervenção produziu efeitos políticos de reflexão e mudança, na medida em que o grupo construiu novos sentidos para as violências sofridas, transformando a narrativa pessoal em uma denúncia pública.In this study, we investigated the effects of racial discrimination on the identity and subjectivity patterns of black women assisted through the SOS Racism Program in Porto Alegre/RS. The research was based on a discussion group whose objective was to listen to the women's narratives of racial discrimination and agency other identity references. The theoretical and methodological support used to analyze the information was the discursive practice. This practice refers to the way by which people produce meaning in social interactions, like experiences of racial violence. The interpretative repertoires used by the women in the group dialogues were about racial discrimination and racism and pointed to the construction of resistance strategies. We believe that this intervention produces political effects of reflection and change, in the way that the group worked out new meanings for the violence suffered, changing

  13. Uma analítica da produção da mulher empoderada An analysis of the production of the empowered woman

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniele Vasco Santos

    2011-08-01

    Full Text Available O artigo discute os processos de objetivação e subjetivação dos corpos de mulheres de camadas populares, por meio de práticas de saber-poder acionadas pelo Programa de Capacitação de Multiplicadores/as em Gênero e Políticas Públicas, proposto pela Federação de Órgãos para Assistência Sócio-Educacional (FASE, organização não governamental. A partir da leitura crítica das práticas feministas e da análise histórica de documentos, busca analisar, com as contribuições dos instrumentos da genealogia, em Michel Foucault, as práticas da FASE como dispositivo de produção de modos de subjetivação, que procuram constituir a "mulher empoderada", objetivando a "transformação das relações de gênero na sociedade". Finaliza-se o texto problematizando como o empoderamento proposto pela FASE implica a produção de uma visão de poder jurídica e economicista, que visa à redenção de mulheres.The article discusses the processes of objectification and subjectification of bodies of women from popular classes, through practices of knowledge-power driven by the Program for Training Trainers / the Gender and Public Policies, proposed by the Federação de Órgãos para Assistência Sócio-Educacional (FASE, a non-governmental organization. From the critical reading of feminist practice and analysis of historical documents, seeks to analyze, with the contributions of the tools of genealogy, in Michel Foucault, the practices of FASE as a device for producing modes of subjectivity, seeking to be "empowered woman", aiming at the "transformation of gender relations in society". The text ends up questioning how empowerment as proposed by FASE implies in the production of a vision of power and legal economist, which seeks the redemption of women.

  14. Prevalência de transtornos depressivos e ansiosos em uma amostra ambulatorial brasileira de mulheres na menopausa Prevalence of depressive and anxiety disorders in a Brazilian outpatient sample of menopausal women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André B. Veras

    2006-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Determinar a prevalência dos transtornos depressivo-ansiosos entre mulheres atendidas em um ambulatório de menopausa. METODOLOGIA: Avaliamos, através da entrevista semi-estruturada Mini International Neuropsychiatric Interview, 86 mulheres que encontravam-se em tratamento no ambulatório de menopausa do Instituto de Ginecologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. RESULTADOS: A maioria das mulheres apresentava algum diagnóstico psiquiátrico (57% sendo mais prevalentes o transtorno de ansiedade generalizada (34,9% e a depressão maior (31,4%. O grupo com algum diagnóstico foi representado por mulheres mais jovens, casadas, com menor escolaridade e história familiar para transtornos psiquiátricos. CONCLUSÃO: Observamos uma grande prevalência de transtornos mentais entre mulheres em atendimento ambulatorial na menopausa em nosso estudo, em relação às mulheres em atendimento em outros ambulatórios segundo a literatura. Há também uma alta taxa de prevalência de comorbidades (55,5% dos pacientes com algum transtorno complicadoras do transtorno primário, o que pode representar a evolução para pior prognóstico pela ausência de tratamento precoce e específico.OBJETIVE: To determine the prevalence of depressive and anxiety disorders in women receiving care in a menopause clinic. METHODS: Eighty-six women receiving care in the menopause clinic at Instituto de Ginecologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro were assessed using the Mini-International Neuropsychiatric Interview. RESULTS: Most women had a psychiatric diagnosis (57%; generalized anxiety disorder (34.9% and major depression (31.4% were the most prevalent disorders. The group composed of subjects with any disorder was represented by young and married women, with lower schooling level and family history for psychiatric disorders. CONCLUSION: In our study, there was a high prevalence of psychiatric disorders in outpatient women receiving care in a

  15. Women and AIDS: gender relations and condom use with steady partners Mulheres e AIDS: relações de gênero e uso do condom com parceiro estável

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliana Maria Hebling

    2004-10-01

    Full Text Available An educational project on sexuality, STDs, and AIDS was conducted for four years with some 500 women. As a result, changes were observed in HIV-related knowledge and attitudes, but not in risk behaviors for infection. This fact motivated the development of a qualitative study to learn the reasons why women failed to incorporate HIV preventive behaviors into their daily lives. Six focus groups were conducted with women who had participated in the educational project. The analysis was thematic. Women were familiar with HIV transmission routes and preventive measures. They admitted not using condoms due to fear of being suspected of infidelity and because this might lead to separation of the couple. Women reported that relationships with their partners had been difficult because of lack of dialogue and that men always had the final word. Although women had information about AIDS, they did not use preventive measures in steady relationships because they did not wield decision-making power. Gender inequality and fidelity were two significant issues related to the increase in AIDS among women.Um projeto educativo sobre sexualidade, DST e AIDS foi realizado durante quatro anos com cerca de quinhentas mulheres. Como resultado, houve mudanças em conhecimentos e atitudes em relação ao HIV, mas não em comportamentos de risco para a infecção. Isto motivou a realização de um estudo qualitativo para conhecer as razões pelas quais as medidas de prevenção de AIDS não são incorporadas ao cotidiano das mulheres. Foram realizados seis grupos focais com mulheres que haviam participado do projeto educativo citado. A análise foi temática. As mulheres citaram todas as vias de transmissão e prevenção de AIDS. Reconheceram que não usavam condom porque tinham medo de despertar suspeita de infidelidade e provocar a separação do casal. Relataram que a relação a dois era difícil por falta de diálogo e que a palavra final era sempre do homem. Apesar

  16. Os direitos da mulher à terra e os movimentos sociais rurais na reforma agrária brasileira

    OpenAIRE

    Deere,Carmen Diana

    2004-01-01

    Este artigo examina a evolução da reivindicação dos direitos da mulher à terra na reforma agrária brasileira sob o prisma dos três principais movimentos sociais rurais: o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), os sindicatos rurais e o movimento autônomo de mulheres rurais. O mérito maior por levantar a questão dos direitos da mulher à terra é das mulheres dentro dos sindicatos rurais. Os direitos formais das mulheres à terra foram conseguidos na reforma constitucional de 1988, e ...

  17. Mulheres fazendo música: a aprendizagem musical por meio do violão em grupo.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucielle Farias Arantes

    2007-10-01

    Full Text Available Trata-se de um relato de experiência, que tem por intuito demonstrar o emprego simultâneo e a funcionalidade de três pressupostos metodológicos: ensino instrumental em grupo, modelo (TEC(LA de Keith Swanwick e abordagem Multi-Modal de Marion Verhaalen, quando do processo de ensino-aprendizagem musical de um grupo formado por cinco mulheres. Tal processo se deu mediante a realização de um minicurso que contou com o violão como instrumento musicalizador e privilegiou a experiência musical direta. Além de auxiliar na sistematização dos conteúdos e na tomada de decisão em função das dificuldades apresentadas pelas alunas, a combinação das metodologias favoreceu o maior dinamismo nas aulas, a descontração e integração do grupo. Com o minicurso, as alunas demonstraram o desenvolvimento de habilidades musicais diversas e, principalmente, a satisfação em sentir e fazer música.

  18. Medidas contraceptivas e de proteção da transmissão do HIV por mulheres com HIV/Aids

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Galvão Marli T Gimeniz

    2004-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Atualmente, entre as mulheres, a relação sexual é a forma de transmissão que mais tem contribuído para a feminização da epidemia de HIV/Aids. Na busca constante de se estabelecer padrões mais adequados de orientação para saúde, investigou-se o uso de medidas contraceptivas, que também sirvam de proteção da transmissão do HIV, entre mulheres portadoras de HIV/Aids. MÉTODOS: Estudo exploratório desenvolvido em um serviço público ambulatorial de um hospital universitário, referência aos portadores de HIV/Aids da região centro-sul do Estado de São Paulo, no período de cinco meses (2000 a 2001. Foram estudadas 73 mulheres portadoras da infecção pelo HIV, ou com Aids. Os dados foram obtidos por meio de um formulário que investigava a caracterização sociodemográfica, as formas de anticoncepção utilizada e a situação sorológica do parceiro sexual. Os dados foram analisados descritivamente e os conteúdos das respostas abertas, agrupados em temas. Foi aplicado o teste exato de Fisher para análise de algumas variáveis, em nível de 5%. Para a análise de conteúdo utilizou-se a proposta de Bardin. RESULTADOS: A maioria das mulheres estava em fase de vida reprodutiva, eram casadas e foram contaminadas quase exclusivamente por meio da relação heterossexual. Entre elas, 35,4% referiam parceiro sexual discordante quanto à sorologia anti-HIV, e 13,7% utilizavam formas inadequadas de anticoncepção que também não protegiam da transmissão do HIV. CONCLUSÕES: Os resultados alertam para a necessidade de ações educativas continuadas quanto a experiências sexuais mais seguras entre portadoras de HIV/Aids, para que elas possam discutir com seus parceiros outras formas de exercerem sua sexualidade, sendo capazes de estabelecer opção contraceptiva mais consciente, de maneira a zelar pela sua saúde, do parceiro e até do concepto.

  19. Perfil de mulheres com alta fecundidade em um grande centro urbano no Brasil The profile of women with high fertility in a major urban center in Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vânia Muniz Néquer Soares

    2013-04-01

    Full Text Available Estudo quantitativo, descritivo que teve como objetivo conhecer e caracterizar as condições sociodemográficas, reprodutivas e de proteção social de mulheres que vivenciam alta fecundidade, em um grande centro urbano. A população pesquisada constituiu-se de 441 mulheres residentes em Curitiba que tiveram o quinto filho, ou mais, no ano de 2005, identificadas pela declaração de nascido vivo do último filho. Realizaram-se visitas domiciliares para entrevistas nos anos de 2006 a 2008. Para a coleta dos dados foi utilizado um questionário semiestruturado. Os resultados foram apresentados em tabelas com frequências absolutas e relativas, médias e desvio padrão, permitindo delinear o seguinte perfil: mulher migrante do interior do estado, residente há mais de dez anos na capital, vinda de família numerosa, com 35 anos em média e cinco anos de estudo, com mais de uma união, vivendo em união consensual, subempregada, com renda média aproximada de R$ 600,00, responsável por sete dependentes ou mais. Confirmando claramente a vulnerabilidade dessas mulheres e suas famílias. Conclui-se que a busca ativa de mulheres com alta fecundidade pelas equipes de saúde da família, priorizando suas necessidades, contribuiria para a redução das desigualdades sociais e em saúde a que elas estão sujeitas.A quantitative, descriptive study sought to identify the socio-demographic, reproductive and social protection conditions of women in a large city in Brazil. The target population consisted of women living in Curitiba with the last of five or more children born in the year 2005, identified by the registration system of newborn babies. Interviews in households were carried out with 441 women from 2006 to 2008 using a semi-structured questionnaire. Data obtained from the study were presented in tables with absolute and relative frequencies, averages and standard deviations. The following profile was derived from the results: migrant women from the

  20. Mulher no climatério: reflexões sobre desejo sexual, beleza e feminilidade Women in the climacteric: reflections on sexual desire, beauty and femininity

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cecília Nogueira Valença

    2010-06-01

    Full Text Available O climatério é um período abrangente da vida feminina, caracterizado por alterações metabólicas e hormonais que trazem mudanças envolvendo o contexto psicossocial. Tendo como referência as alterações de sexualidade vivenciadas no climatério, este trabalho tem por objetivo refletir sobre desejo sexual, beleza e feminilidade da mulher nessa fase. A metodologia adotada consistiu em estudo bibliográfico, em livros e artigos publicados, entre 1999 e 2009. A exigência exacerbada pela beleza eterna e jovialidade é agravada no climatério, no qual o corpo feminino não tem o mesmo vigor físico pelas alterações decorrentes do envelhecimento. A mulher climatérica vive o mito da perda do desejo sexual, todavia, continua a sentir prazer, não devendo deixar de manifestar amor e sexualidade. A visão social estereotipada sobre o papel da mulher (esposa e mãe pode interferir negativamente na visão das mulheres sobre si mesmas e no seu relacionamento com as pessoas e o mundo. Nesse sentido, é importante que as mulheres tenham acesso à informação em saúde para a compreensão das mudanças do período de climatério/menopausa, contemplando e ressignificando tal fase como integrante de seus ciclos de vida e não como sinônimo de velhice, improdutividade e fim da sexualidade.The climacteric is a long period of a woman's life, characterized by metabolic and hormonal alterations that bring changes involving the psychosocial context. Having as reference the sexuality alterations experienced in the climacteric, this literature review aims to reflect on women's sexual desire, beauty and femininity in this phase. The methodology involved a bibliographic study of papers and books published between 1999 and 2009. The exaggerated need of eternal beauty and youth is aggravated in the climacteric, when the female body does not have the same physical vigor due to alterations deriving from aging. The climacteric woman lives the myth of loss of sexual

  1. Propostas e lutas pela educação feminina: entre mães e operárias = Proposals and struggles for women’s education: between mothers and workers = Propuestas y luchas por la educación de las mujeres: entre madres y trabajadoras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Matos, Maria Izilda Santos de

    2016-01-01

    Full Text Available O artigo discute propostas em torno da educação feminina, observando como esta questão foi considerada estratégica para o aperfeiçoamento das mulheres, das famílias e das futuras gerações (finais do século XIX e início do XX. Focaliza duas perspectivas: uma primeira que envolveu projetos dirigidos para educação/ emancipação das mulheres de elites e setores médios urbanos e, outra, centrada na instrução/conscientização das operárias, particularmente, encaminhada pela professora socialista Ernestina Lesina

  2. O papel das mulheres na sociedade: diferentes formas de submissão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cleiciane Back

    2012-06-01

    Full Text Available Este artigo discute o papel das mulheres na sociedade. Tem como objetivo mostrar as mudanças no papel da mulher na sociedade ao longo do tempo. Atualmente as mulheres estão ocupando espaço em todos os setores da sociedade, mas há muito a conquistar. Os autores que subsidiam o trabalho são Maria de Fátima Silva Porto, Nísia Floresta Brasileira Augusta, Alain Touraine e Susan K. Besse, mostrando-nos a trajetória histórica das mulheres, movimentos de luta e conquistas. Acreditamos que as mulheres hoje em dia ainda são dominadas porque se sentem como se estivessem aquém do que a sociedade espera sobre elas, buscando atender às expectativas dos outros e não do que espera de si mesma. Com essa discussão esperamos que as mulheres comecem a rever seu papel dentro da sociedade.Palavras-chave: mulheres; cultura; sociedade; dominante; dominado.

  3. Triste e Incompleta: Uma Visão Feminina da Mulher Infértil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Trindade Zeidi Araujo

    2002-01-01

    Full Text Available Este artigo relata resultados de uma pesquisa que teve como objetivo investigar as representações sociais da infertilidade feminina, entre mulheres de diferentes estratos sociais. Foram entrevistadas 180 mulheres, com idade variando entre 18 e 40 anos, sendo 90 moradoras de bairros populares, e 90 moradoras de dois bairros considerados de classe-média. Cada grupo foi dividido em 3 subgrupos: a 30 mulheres casadas, com pelo menos um filho biológico; b 30 mulheres casadas há pelo menos 1 ano, sem filhos; c 30 mulheres solteiras, sem filhos. Para a coleta de dados utilizou-se a técnica de associação livre, tendo como expressão geradora "mulher que não pode ter filhos", além de perguntas específicas sobre a temática de interesse. Os dados mostraram como principais elementos do campo representacional tristeza, incompleta, frustração, cobrança dos outros, solidão, pessoa inferior, adoção, busca de soluções e não é problema, confirmando a permanência da concepção da infertilidade como uma condição estigmatizante para a mulher.

  4. Confiabilidade da medida de espessuras musculares pela ultrassonografia Reliability of muscle thickness measurements using ultrasound

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Sergio Chagas Gomes

    2010-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Determinar a confiabilidade das medidas de espessuras dos músculos flexores e extensores do cotovelo e joelho pela ultrassonografia (US, quantificando o erro típico associado a essas medidas (ETM. MÉTODOS: A confiabilidade (duas medidas interdias foi determinada em 15 voluntários aparentemente saudáveis (oito mulheres, 33,9 ± 11,4 anos, 76 ± 21kg, 170 ± 10cm. As imagens da musculatura flexora (FC e extensora do cotovelo (EC e flexora (FJ e extensora do joelho (EJ foram obtidas pela US bidimensional no modo B, utilizando transdutor de 7,5MHz. As espessuras do tecido muscular compreendidas entre as interfaces com o osso e com o tecido adiposo foram medidas em sítios anatômicos identificados e registrados para ser repetidos na segunda medida. RESULTADOS: A ANOVA não identificou diferenças significativas entre as medidas repetidas. Os coeficientes de correlação intraclasse foram FC = 0,970, EC = 0,971, FJ = 0,555 e EJ = 0,929 (P PURPOSE: To determine the reliability of muscle thickness measurements of elbow and knee flexors and extensors using ultrasound, and to quantify the typical error associated to the measurements (TEM. METHODS: The test-retest reliability was determined in 15 apparently healthy volunteers (8 women, 34 ± 11 years, 76 ± 21 kg, 170 ± 10 cm. The images of elbow flexors (EF and extensors (EE and knee flexors (KF and extensors (KE were obtained using a two dimensional mode B ultrasound instrument with a 7.5 MHz transducer. Muscle thickness between the adipose tissue and bone interfaces were measured at anatomical landmarks previously identified and recorded to assure the exact site for the retest. RESULTS: ANOVA did not identify any significant differences between the repeated measurements. Intraclass correlation coefficients (ICC of each pair of measure were EF = 0.970, EE = 0.971, KF = 0.555 e KE = 0.929 (P < 0.05 for all. The coefficients of variation were 3.9 %, 6.1 %, 6.6 % e 4.6 %, and TEM 1.3 mm, 1

  5. Mulheres docentes: saberes e fazeres na cidade garimpeira, Cristalândia - TO(1980-2007)

    OpenAIRE

    MOREIRA, Jairo Barbosa

    2008-01-01

    Este trabalho tem como objeto de estudo a docência feminina na cidade garimpeira, Cristralândia-TO, entre os anos de 1980 a 2007 e visa analisar as práticas e representações que as mulheres docentes construíram acerca de si mesmas, de sua profissão, do saber, das leituras e das relações de gênero; questionar o discurso essencialista que anuncia o magistério como algo natural para as mulheres e demonstrar como as educativas dessas mulheres se contrapõem ao universo machista do g...

  6. Mulheres no pos-aborto : a experiencia de atendimento no CAISM-UNICAMP

    OpenAIRE

    Lilian Mery Olivera Saforas

    1997-01-01

    Resumo: Resumo: A discussão sobre o aborto e sua legalidade não tem enfatizado, o suficiente, a questão dos riscos de vida para a mulher que pratica o aborto e as seqüelas do pós-aborto. Assim que, este trabalho tenta contribuir para a discussão desta problemática social e de saúde, bem como com o significado do aborto para as mulheres de Campinas, atendidas no Centro de Atendimento Integral à Saúde da Mulher (CAISM) da UNICAMP. Este centro é uma unidade hospitalar que atende as complicações...

  7. Largada pelo marido! O estigma vivido por mulheres em Tianguá-CE

    OpenAIRE

    Moreira, Virginia; Guedes, Dilcio

    2007-01-01

    Este artigo descreve um estudo sobre a vivência de rompimento do casamento de mulheres deixadas por seus maridos. Teve como objetivo compreender como mulheres de Tianguá - CE - Brasil vivenciavam a ruptura da relação, descrevendo os fatores reconhecidos como agentes do rompimento da relação amorosa. A partir da experiência vivida morando em Tianguá, nossa hipótese era que essas mulheres vivenciavam o rompimento como uma experiência estigmatizada de desestruturação de sua vida pessoal. Utiliza...

  8. As mulheres e o empowerment: tecnologias e redes sociais em Portugal

    OpenAIRE

    Correia, Edite Maria de Jesus Pinheiro

    2015-01-01

    Mestrado em Ciências do Trabalho e Relações Laborais Esta pesquisa realizada em vários países europeus, pretende fazer uma reflexão sobre a relação das mulheres com o poder e as novas tecnologias. Face à desigualdade das mulheres na concorrência com os homens para a obtenção de carreiras plenas nas organizações, interessa estudar as estratégias de mulheres que conseguiram ocupar cargos de elevada responsabilidade ou que estão em mobilidade ascendente nas organizações. Certamente, est...

  9. O mundo muçulmano em uma era global: a proteção dos direitos das mulheres The muslim world in a global age: protecting women's ights

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mahmood Monshipouri

    2004-06-01

    Full Text Available As mulheres muçulmanas enfrentam, simultaneamente, três desafios. Em primeiro lugar, elas representam uma identidade islâmica que, com freqüência, está em conflito com regimes políticos modernos e com as elites dos Estados. Em segundo lugar, elas devem lutar contra os fundamentalistas islâmicos, cujas idéias, instituições e objetivos são por elas rejeitados com veemência. Por fim, e tão importante quanto os outros desafios, elas enfrentam no dia-a-dia a cultura patriarcal dominante nos lugares onde vivem. As questões relacionadas aos direitos das mulheres são agravadas pelas dificuldades que as mulheres muçulmanas encontram em uma cultura patriarcal na qual a mulher é geralmente caracterizada por estereótipos. Se, por um lado, a "solidariedade sem fronteiras" possibilitou a promoção de direitos das mulheres dentro e através das culturas, por outro, ela também se depara com questões sociais mais amplas e mais complexas. Embora essa solidariedade global sofra resistência em muitas partes do mundo muçulmano, o empowerment das mulheres é visto como o antídoto mais eficaz contra o extremismo no mundo muçulmano. Este trabalho pretende contextualizar a análise de gênero nos âmbitos cultural, econômico e político, de modo a lidar com três questões: (1 por que as mulheres muçulmanas se tornaram agentes de mudança, reforma e democratização no mundo globalizado? (2 qual o impacto da globalização sobre as mulheres muçulmanas e sobre a ascensão do feminismo islâmico? (3 de que maneira as mulheres muçulmanas podem respeitar a integridade de sua cultura, ao mesmo tempo que se mantêm receptivas a valores, idéias e instituições universais?Muslim women encounter three fronts simultaneously. First, they represent an Islamic identity that more often than not is in conflict with modern political regimes and state elites. Secondly, they must fight against Islamic fundamentalists, whose ideas, institutions, and goals

  10. OS LUGARES DA MULHER NEGRA NA PUBLICIDADE BRASILEIRA

    OpenAIRE

    Winch, Rafael Rangel; Escobar, Giane Vargas

    2013-01-01

    Na sociedade pós-moderna, a publicidade ocupa um espaço de grande importância e influência.  Ela modela atitudes e comportamentos do mundo contemporâneo.  O presente artigo objetiva discutir como se estrutura a participação das mulheres negras neste meio de comunicação. Este estudo lança um olhar histórico sobre a presença dos negros em anúncios publicitários de épocas distintas, a fim de uma reflexão sobre a inserção da afrodescendente na publicidade de hoje.LAS UBICACIONES DE LA MUJER NEGRA...

  11. Consulta coletiva: o espaço da mulher

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dulcéa Machado Martins

    1991-06-01

    Full Text Available Este trabalho foi desenvolvido no S/CMS "Píndaro de Carvalho Rodrigues", Rio de Janeiro, 1988, por assistente social, nutricionista, enfermeira e médica. Teve como objetivos: melhorar a qualidade de atendimento; discutir os resultados dos exames, o tratamento e a importância do preventivo para a saúde da mulher; propiciar à mulher um fórum de discussões de suas questões; contribuir para a reciclagem dos profissionais, através da troca de experiências e de informações. A metodologia utilizada constou de agendamento para consulta subseqüente; avaliação dos resultados dos exames; estabelecimento da terapêutica; discussão coletiva dos resultados dos exames entre equipe e usuárias; discussão livre sobre temas de interesse das mulheres. Obtivemos como resultados: o aumento da oferta de consultas de primeira vez em 42,7%; do tempo de consulta em dez minutos por cliente; da cobertura de exame preventivo e de mamas; rastreamento de sífilis e gonorréia; melhora na qualidade do atendimento à mulher, enquanto ser integral: valorização de suas experiências e vivências, seja na discussão de queixas e problemas, seja na avaliação dos serviços de saúde. A relevância deste trabalho pode ser evidenciada no fato de ser uma experiência pouco comum, podendo servir como ponto de referência para a discussão sobre o aumento da oferta de consultas, aliado à qualidade no atendimento.This experience took place in a Medical Center, in Rio de Janeiro, in 1988. The group responsible for it included a social worker, a nutritionist, a nurse and a gynecologist. The aims were: to offer better health care; to discuss the importance, the results and the appropriate therapies of the Pap smear; to offer women an opportunity to meet and discuss their problems, experiences, desires, expectations; and to offer to the health professionals the opportunity to re-think their own practices. The methodology used was characterized by making appointments for

  12. Gênero, classe e etnia em As mulheres de Tijucopapo

    OpenAIRE

    Silva, Alexsandra Maria Ferreira da

    2010-01-01

    Essa dissertação de mestrado procurou analisar a representação do feminino em As Mulheres de Tijucopapo, de Marilene Felinto. O romance, escrito em 1982, aponta para o questionamento de uma ideologia hegemônica nas três identidades sociais: a de gênero, a étnico-racial e a de classe. A hipótese é que considerando-se a coexistência de múltiplas identidades – de classe, de gênero e étnica - , a identidade da narradora- protagonista, Rísia, se constrói/ destrói/ reconstrói nos processos vivos do...

  13. MARIA, MODELO DE LIBERTAÇÃO DA MULHER?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Inger Hjuler Bergeon

    1986-01-01

    Full Text Available Para responder à questão de saber como uma mulher protestante, vivendo num país industrializado como a Dinamarca, vê a Teologia da Libertação da América Latina, basear-me-ei sobre experiências concretas da vida dos pobres e sobre estudos teóricos da Teologia da Libertação. Os dois modos de aproximação estão unidos de maneira indissolúvel. Desde 1976, trabalhei com os "trapeiros de Emaús" (movimento fundado por Abbé Pierre, na França e na Dinamarca. Foi o que me abriu os olhos, por um lado para a situação dos marginalizados nos países da Europa Ocidental, e por outro para as relações entre países ricos e países pobres.

  14. Relações entre identidade, linguagem e cultura: o léxico da culinária em A casa das sete mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giselle Olivia Mantovani Dal Corno

    2014-12-01

    Full Text Available Em um universo cultural, há regras de convivência social permeando todo o cotidiano. Uma das funções da cultura é permitir a adaptação do indivíduo à sociedade, já que é pela herança cultural que a comunicação se instaura. Não apenas pela linguagem, mas também por seu comportamento, os indivíduos assumem determinada identidade, construída a partir da cultura. Esta, por sua vez, expressa-se por referenciais linguísticos. Dessa perspectiva, o presente artigo tem como objetivo proceder a uma análise das relações existentes entre identidade, linguagem e cultura pelo estudo do léxico relativo à culinária no romance A casa das sete mulheres, de Leticia Wierzchowski, a partir do qual se busca observar como a construção da identidade regional gaúcha é retratada na obra.

  15. Entre estupros e convenções narrativas: os Cartórios Policiais e seus papéis numa Delegacia de Defesa da Mulher (DDM

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Larissa Nadai

    Full Text Available Resumo Este artigo tem por objetivo colocar em evidência as convenções narrativas que constituem os documentos oficiais produzidos pela Delegacia de Defesa da Mulher (DDM de Campinas, em casos de estupro e ato libidinoso, entre os anos de 2004 e 2005. Levando em consideração, a “gramática” e os “léxicos” produzidos pela polícia civil, gostaria de refletir sobre as inflexões narrativas que são postas em prática por essa corporação quando escrivãs e delegadas, por meio de seu trabalho rotineiro de escrita, forjam termos, produzem encadeamentos narrativos, sequências e imagens textuais. Tomando como cenário a espacialidade e os barulhos e silêncios impostos aos expedientes de trabalho dessa repartição policial, busco, também, colocar em evidência as expertises, estratégias e táticas mobilizadas por essas profissionais diante dos dilemas cotidianos de escuta/escrita enfrentados.

  16. Kultur Damai Berbasis Tradisi Pela Dalam Perspektif Psikologi Sosial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roubrenda N. Ralahallo

    2015-11-01

    Full Text Available Conflict and violence was the destructive reality that showed reduction and alienated of existence humanity. The essence of human being has destruction because dominance of egoism of people’s without care value of victim community. Because of that condition, the basic need to create a culture of peace as constructive reality that connected relationship between all of people is urgently. On the level individual and group, the acceptance of “the other‐self” as him/herself has destroy the wall of differences which always be source of conflict and violence. The fusion identity “we” (ingroup and “them” (outgroup has establish common ingroup identity as “us” in recategorization process that contribution to reduction negative aspect seems like prejudice, discrimination and stereotype. This research involve four subject with age 20‐30 years old, genre as masculin and feminin, and they have a comprehensive science about pela tradition. Other informant like a King of negeri, Kapitan negeri and all of people also involve in this research. Qualitative method with ethno‐phenomenology approach is use in this research with observation and interview as method and procedure to collect data. The result of this research showed that culture of peace can be found in local wisdom as pela tradition. The basic idea in this tradition is a common identity “saudara/orang basudara” which has calling as “ela”. Pscychological dynamics occur in this perspective because the word of “ela” to contain a constructive and positive meaning that arranged relation between the groups Rohomoni‐Tuhaha. Implementation of values the culture of peace has been seen in the behavioral “saudara pela” that mutual constructive, trust, respect. This fact could be found in Molluccas conflict at 1999‐2004, pela tradition can be the media reconciliation between two groups Moslem and Christian.

  17. Idade pulmonar em mulheres com obesidade mórbida

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabiana Sobral Peixoto-Souza

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar a influência da obesidade mórbida na idade pulmonar de mulheres e correlacionar com a massa corporal, índice de massa corporal (IMC e variáveis ventilatórias. MÉTODOS: Estudo longitudinal realizado com 72 obesas mórbidas e grupo controle constituído de mulheres eutróficas. As voluntárias realizaram um teste de função pulmonar para determinação da idade pulmonar e os resultados foram correlacionados com as variáveis antropométricas e volumes pulmonares. RESULTADOS: As obesas mórbidas apresentaram uma idade pulmonar significativamente superior (50,1 ± 6,8 anos às eutróficas (38,8 ± 11,4 anos. Não houve diferença entre a idade cronológica entre os grupos. Houve uma correlação significativa e positiva entre idade cronológica, massa corporal e IMC com a idade pulmonar (r = 0,3647, 0,4182, 0,3743, respectivamente. Houve uma correlação negativa entre a capacidade vital forçada (CVF, volume expiratório forçado no primeiro segundo (VEF1, razão (VEF1/CVF e volume de reserva expiratório (VRE com a idade pulmonar (r = -0.7565, -0.8769, -0.2723, -0.2417, respectivamente. CONCLUSÃO: A idade pulmonar das obesas mórbidas encontra-se aumentada e está associada com o aumento da massa corporal e IMC.

  18. Lesao pulmonar induzida pela ventilacao em recem-nascidos prematuros

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Clarissa Gutierrez Carvalho

    2013-12-01

    Full Text Available A necessidade de intubação e do uso de ventilação mecânica na prematuridade está relacionada à chamada lesão pulmonar induzida pela ventilação e à consequente displasia broncopulmonar. Busca-se a melhor compreensão dos mecanismos de lesão envolvendo resposta inflamatória mediada pelas citocinas para o desenvolvimento de novas estratégias protetoras. Pesquisou-se na base de dados PubMed, incluindo artigos relevantes, os unitermos "ventilator induced lung injury preterm", "continuous positive airway pressure", "preterm" e "bronchopulmonary dysplasia". Dados e informações significativas foram compilados em tópicos, com o objetivo de formar uma visão crítica e plena acerca da lesão induzida pela ventilação e de suas consequências ao prematuro. Foi revisado o papel das citocinas pró-inflamatórias como mediadores da lesão, especialmente interleucinas 6 e 8, e fator de necrose tumoral alfa. Foram apresentadas evidências em estudos com animais e também em humanos, mostrando que breves períodos de ventilação mecânica são suficientes para a liberação dessas interleucinas inflamatórias. Também foram revisadas outras formas de ventilação mecânica e de ventilação não invasiva, como alternativas protetoras aos modos convencionais. Concluiu-se que o uso de ventilação não invasiva, a intubação com administração precoce de surfactante e a extubação rápida para CPAP nasal, além de estratégias que regulam o volume corrente evitando o volutrauma (como a ventilação com volume garantido, são medidas protetoras da lesão pulmonar induzida pela ventilação mecânica no prematuro.

  19. Protein Profile Analysis of Ericerus pela (Hemiptera: Coccoidea) Egg

    OpenAIRE

    Hu, Yanhong; Chen, Xiaoming; Yang, Pu

    2018-01-01

    Abstract The transformation from embryo to first instar nymph is an essential process in the insect life cycle. In order to characterize protein expression in the Ericerus pela Chavannes (Hemiptera: Coccoidea) egg, high-throughput proteomics and bioinformatics methods were used. A total of 678 peptides were identified and assigned to 358 protein groups. The proteins exhibited a wide range of molecular weight (3.50–495.12 kDa) and isoelectric points (3.50–13.1). Gene Ontology annotation showed...

  20. Violência física contra a mulher na perspectiva de profissionais de saúde Violencia física contra la mujer en la perspectiva de profesionales de la salud Physical violence against women from the perspective of health professionals

    OpenAIRE

    Simone da Nóbrega Tomaz Moreira; Lílian Lira Lisboa Fagundes Galvão; Carmen Oliveira Medeiros Melo; George Dantas de Azevedo

    2008-01-01

    OBJETIVO: Compreender a percepção de profissionais de saúde sobre a violência física cometida contra a mulher por parceiro íntimo. PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS: Trata-se de estudo qualitativo com 30 profissionais de três unidades de saúde vinculadas ao Sistema Único de Saúde no município de Natal (RN), realizado em 2006. Foram conduzidas entrevistas semi-estruturadas em três núcleos temáticos: idéias associadas à violência física sofrida pela mulher, atuação dos profissionais de saúde e papel ...

  1. Mulheres empreendedoras: medos, conquistas e qualidade de vida Entrepreneurial women: fears, achievements and quality of life

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eva Gertrudes Jonathan

    2005-12-01

    Full Text Available Face ao desafio de construir conhecimento sobre os aspectos psicológicos envolvidos no empreendedorismo feminino brasileiro, este estudo busca analisar as inquietações e o bem-estar subjetivo de mulheres empreendedoras. Quarenta e nove donas de variados negócios no Rio de Janeiro foram entrevistadas em suas empresas. Uma medida de auto-avaliação mostrou que as empreendedoras compartilhavam uma boa qualidade de vida, fundamentada principalmente na satisfação com o trabalho, com os filhos e com o auto-respeito. Os dados evidenciaram que os múltiplos papéis desempenhados pelas empreendedoras possuem relevância semelhante. A análise qualitativa das entrevistas revelou que as empreendedoras são destemidas e autoconfiantes, embora preocupadas com questões financeiras e com o crescimento das empresas. Auto-realizadas, apaixonadas e identificadas com seus empreendimentos, as empreendedoras se percebem num processo contínuo de conquistas. Dificuldades relativas à discriminação de gênero e à multiplicidade de papéis, bem como os demais dados, são discutidos à luz da literatura sobre empreendedorismo feminino.In face of the challenge to build knowledge on the psychological aspects of gender entrepreneurship in Brazil, this study aims to analyze the worries of entrepreneurial women worries and their subjective well-being. Forty-nine women owning business in various areas of activity in Rio de Janeiro were interviewed at their companies. A self-evaluation measure showed that entrepreneurial women shared an overall high level of quality of life, based mainly on their satisfaction at work, with children and with self-respect. Data indicated that multiple roles played by entrepreneurs are equally relevant. Qualitative analysis of the interviews revealed that those women are fearless and self-confident, though they have worries related to the company financial aspects and growth. Self-satisfied, passionately identified with their firms

  2. Midiatização da imagem de mulheres negras como protagonistas: Experiência de Interação de Brasileiras com Publicidades Contraintuitivas=Mediatization of the image of African-American women as protagonists: Experience of Interaction of Brazilian women with Contraintuitive Advertisements

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisco Leite

    2017-06-01

    Full Text Available Resumo: Este artigo apresenta uma proposta de explicação sobre os nexos de sentido que são produzidos quando da interação de mulheres brasileiras com narrativas publicitárias contraintuitivas que apresentam mulheres negras como protagonistas de seus discursos. É uma investigação qualitativa orientada pela interligação teórica das perspectivas do Interacionismo Simbólico e dos Estudos da Midiatização, com foco nas influências da mídia na (reelaboração das identidades sociais e no combate ao racismo, enquanto referencial teórico basilar e pela Grounded Theory Construtivista, como abordagem metodológica. O resultado desta pesquisa possibilitou a articulação do modelo teórico representativo “Experiências de interação de mulheres brasileiras com anúncios contraintuitivos” do qual neste artigo apresenta-se a categoria “A imagem da mulher negra em criações complexas e de representações extremas”. Abstract: This paper presents an explanation proposal about the meaning links that are produced when there is interaction of Brazilian women with counterintuitive advertisements, which show Afro-American women as protagonists of their discourses. It is a qualitative investigation oriented by the theoretical interconnection of perspectives of Symbolic Interactionism and Mediatization Studies focused on influences of the media in the (reelaboration of social identities, as basilar theoretical referential, and through the Constructivist Grounded Theory, as a methodological approach. The results of this research enabled the articulation of the representative theoretical model “Interaction experiences of brazilian women with counterintuitive advertisements”, from which this paper presents the category "The image of the Afro-American woman in complex creations and extreme representations".

  3. Rússia: o que vivenciou e o que tem pela frente?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tatiana Zaslavskaia

    2003-12-01

    Full Text Available O ARTIGO constitui a versão escrita de uma apresentação feita pela autora, em 2003, em mesa-redonda organizada no âmbito do Simpósio realizado anualmente pela Escola Superior de Moscou de Estudos Econômicos e Sociais, sob o grande tema Para onde vai a Rússia? Trata-se de uma polêmica com o cientista político Vladimir Mau, atualmente reitor da referida Escola, a propósito dos resultados da transformação sistêmica que teve lugar na Rússia, a partir do início dos anos de 1990, sugerindo, a partir dos mesmos, um caminho para delineamento de um futuro distinto para o país.THE ARTICLE is a written version of the exposition done by the autor in 2003, in a Round Table organized within the symposium Whiter Russia?, that takes place annually under the auspices of the Moscow School of Social and Economic Studies. In the article she disputes with Vladimir Mau, a political scientist, now Rector of the referred School, about the results of the Russian systemic transformation of the 90's and suggests, on the basis of these results, a different path for the future development of the country.

  4. E as mulheres negras? Narrativas históricas de um feminismo à margem das ondas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gleidiane de Sousa Ferreira

    2017-10-01

    Full Text Available Neste texto refletimos as seguintes perguntas: onde estão as mulheres negras nas narrativas hegemônicas sobre os movimentos de mulheres e feministas brasileiros? Até que ponto os limites teóricos e os caminhos metodológicos que constituem boa parte da historiografia do feminismo e da luta das mulheres da primeira metade do século XX no Brasil não nos permitiram, ou não nos foram suficientes, para refletir as trajetórias de lutas das mulheres negras? Afinal, qual a história das pautas e reivindicações feministas? Ou melhor, como essa história é contada?

  5. Concepção de corpo em Merleau-Ponty e mulheres mastectomizadas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosana Freitas Azevedo

    2010-12-01

    Full Text Available O câncer de mama tem sido o responsável pelos maiores índices de mortalidade no mundo, tornando-se uma das grandes preocupações em saúde, no que diz respeito à saúde da mulher. Em relação à terapêutica, embora existam amplas abordagens de intervenções que possibilitam melhores perspectivas de cura, a mastectomia constitui-se como base de tratamento. Artigo de reflexão filosófica, teve como objeto de estudo mulheres que vivenciaram a mastectomia objetivando refletir a concepção de corpo destas mulheres a partir da obra Fenomenologia da Percepção de Merleau-Ponty e de autores que trabalham com a temática referente à mulher mastectomizada.

  6. O livro "Direitos das mulheres e injustiça dos homens" de Nísia Floresta: literatura, mulheres e o Brasil do século XIX

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isabela Candeloro Campoi

    2011-12-01

    Full Text Available O livro Direitos das mulheres e injustiça dos homens foi publicado por Dionísia Gonçalves Pinto (1810-1885, mais conhecida como Nísia Floresta, em 1832. Tal obra foi considerada uma tradução livre de A Vindication of the rights of woman de Mary Wollstonecraft (1759-1797, autora inglesa que se tornou o principal nome em defesa dos direitos das mulheres no século XIX. No entanto, tratava-se da tradução de Woman not inferior to man de Mary Wortley Montagu (1689-1762. O artigo apresentado contextualiza o livro de Wollstonecraft no período, enfoca a trajetória da autora brasileira e a influência do Positivismo na sua obra, principalmente no que tange ao papel social das mulheres.

  7. Mulheres soropositivas: a visibilidade e a invisibilidade da representação social da Aids

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kern, Francisco Arseli

    2003-01-01

    Full Text Available O presente artigo compõe-se de uma síntese de Relatório de Pesquisa, estudo desenvolvido junto a mulheres soropositivas e/ou doentes de Aids. Versa sobre a visibilidade e a invisibilidade dos sintomas de vida e de morte em meio aos processos sociais construídos a partir de relações das mulheres soropositivas junto à rede social de apoio.

  8. Mulheres soropositivas: a visibilidade e a invisibilidade da representação social da Aids

    OpenAIRE

    Kern, Francisco Arseli

    2003-01-01

    O presente artigo compõe-se de uma síntese de Relatório de Pesquisa, estudo desenvolvido junto a mulheres soropositivas e/ou doentes de Aids. Versa sobre a visibilidade e a invisibilidade dos sintomas de vida e de morte em meio aos processos sociais construídos a partir de relações das mulheres soropositivas junto à rede social de apoio.

  9. Anticoagulação durante gravidez de mulher portadora de cardiopatia Anticoagulation during pregnancy of woman with heart diseases

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Walkiria Samuel Ávila

    2010-01-01

    Full Text Available Diretrizes em muito contribuem para minimizar os potenciais riscos obstétricos e fetais e melhorar a assistência durante o ciclo gravídico-puerperal. Contudo, há controvérsias a respeito do manuseio da anticoagulação em mulheres portadoras de cardiopatias. A importância deste assunto assenta-se no fato de que o tromboembolismo é considerado uma das principais causas de morte materna em portadoras de cardiopatia, o que torna obrigatório o conhecimento sobre sua prevenção. A estratégia do tratamento antitrombótico é ponderada pelo risco de trombose imposto pela situação clínica materna e pelos efeitos adversos que os anticoagulantes podem causar ao concepto. Neste artigo, serão discutidas a estratificação do risco materno ao tromboembolismo, as propriedades dos anticoagulantes indicados para a sua prevenção e a estratégia terapêutica nos diversos momentos da gestação, parto e puerpério da mulher portadora de cardiopatia.Guidelines provide great contribution to the reduction of potential obstetric and fetal risks and to the improvement of health care during pregnancy and puerperium. However, there are still controversies regarding the management of anticoagulation in women with heart diseases. The importance of this issue is based on the fact that thromboembolism is considered one of the main causes of maternal death in women with heart diseases; therefore, the acquisition of knowledge about how to prevent this disorder is mandatory. The strategy of the antithrombotic treatment is based on the risk of thrombosis imposed by the maternal clinical picture and on the adverse effects of the anticoagulants for the conceptus. In the present study, we discussed the stratification of maternal risk of thromboembolism, the properties of the anticoagulants indicated for its prevention, and the therapeutic strategy at different moments of pregnancy, delivery and puerperium of women with heart diseases.

  10. Principais genótipos de papilomavírus humano em mulheres ribeirinhas na Amazônia brasileira

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elza Baia de Brito

    2016-03-01

    Full Text Available Objetivo: Avaliar a distribuição dos principais genótipos do papilomavírus humano (HPV oncogênicos em mulheres de áreas ribeirinhas e pesqueiras de diferentes regiões geográficas da Amazônia brasileira. Métodos: Estudo transversal, realizado no período de 2013 a 2014. Participaram 516 ribeirinhas e pesqueiras maiores de 13 anos, inscritas no Programa de Prevenção do Câncer de Colo Uterino (PCCU e submetidas à coleta de material cervicovaginal para o Teste Papanicolau, realizado in loco por médico membro da equipe de pesquisadores, pesquisa de DNA/HPV e genotipagem pela Reação em Cadeia da Polimerase (PCR, realizados no Laboratório de Imunopatologia da Universidade Federal do Pará por pesquisadores da mesma equipe, além da coleta de informações como a idade e o tipo de atendimento, também coletados pelos pesquisadores. Todos os dados foram analisados através do Programa Biostat 5.0, considerando diferença significativa quando p<0,05. Resultados: A média de idade das mulheres nas comunidades A e B foram, respectivamente, 40 e 39 anos, enquanto nas comunidades C, D e E foi de 37 anos. A prevalência da infecção pelo HPV variou de 7,6% a 29,2%. Dentre os tipos oncogênicos pesquisados, os mais freqüentes foram HPV52 (n=5; 5,15%, HPV35 (n=4; 4,12% e HPV58 (n=3; 3,09%. Os principais tipos oncogênicos encontrados estão concentrados na região de Itaituba (comunidades A, B e Bragança (comunidade E. Conclusão: Em todas as localidades estudadas foi encontrado um elevado percentual de infecção, cujo tipo de HPV não foi identificado entre os testados, destacando-se as comunidades C e D, com 100% dos casos.

  11. Sentidos do trabalho apreendidos por meio de fatos marcantes na trajetória de mulheres prostitutas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Késia Aparecida Teixeira Silva

    2015-12-01

    Full Text Available O trabalho, que antes era visto apenas como meio de sobrevivência e acúmulo de riqueza, tornou-se uma das principais dimensões da vida humana, fazendo com que os indivíduos sejam identificados mediante as atividades que realizam. Assim, o trabalho adquiriu um novo sentido para os indivíduos, uma vez que a realização pessoal está intimamente relacionada ao seu reconhecimento perante a sociedade. Diversos estudos têm abordado o trabalho por meio dos sentidos que os trabalhadores atribuem à atividade que realizam, como é o caso da presente pesquisa que investiga os sentidos produzidos por uma categoria distante das profissões formais: as prostitutas. Nesse intuito, objetiva-se apreender os sentidos subjetivos produzidos por mulheres que atuam na prostituição em boates no interior de Minas Gerais. Para tanto, buscou-se, inicialmente, contextualizar a prostituição como profissão, desvendar a trajetória das participantes e sua inserção nessa atividade e levantar os sentidos subjetivos relacionados ao trabalho na prostituição. Participaram da pesquisa seis prostitutas que trabalham em boates. O levantamento dos dados deu-se por meio de uma entrevista focando especificamente um fato marcante na trajetória profissional dessas mulheres. Optou-se pelo estudo de natureza qualitativa baseada na Epistemologia Qualitativa (Rey, 2005 e as análises foram fundamentadas pela acepção de sentido subjetivo. O autor defende que entre o pensamento e a linguagem está a emoção, e que por isso nem sempre os sentidos subjetivos podem ser captados nas expressões diretas do sujeito. Ao final, apreendeu-se sentidos subjetivos relacionados ao trabalho na prostituição que relacionam-se à violência, aborto induzido, abandono, desconfiança, preconceito, discriminação, humilhação, medo, insegurança e solidão. A análise dos sentidos subjetivos das prostitutas frente ao trabalho que realizam mostrou-se oportuna para o entendimento de

  12. Mulheres do Sul Brasil em terapia antirretroviral: perfil e o cotidiano medicamentoso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Stela Maris de Mello Padoin

    Full Text Available OBJETIVO: descrever o perfil sociodemográfico, comportamental e de tratamento de mulheres em terapia antirretroviral para síndrome da imunodeficiência adquirida. MÉTODOS: estudo descritivo, realizado de julho a dezembro de 2011, em hospital universitário do sul do Brasil, com mulheres maiores de 20 anos que vivem com o HIV; para a coleta de dados, utilizou-se questionário com questões fechadas e abertas. RESULTADOS: foram incluídas 81 mulheres, das quais 30 possuíam idade entre 30 e 39 anos, 51 tinham Ensino Fundamental incompleto e 49, renda familiar menor que dois salários mínimos; para 66 mulheres, a forma de transmissão foi por relação sexual; acerca do tratamento, 77 mulheres sabiam por que precisavam tomar antirretrovirais, 66 não dependiam de alguém para se lembrar de tomá-los e 41 consideravam fácil realizar o tratamento. CONCLUSÃO: sugere-se que os serviços de saúde busquem potencializar, o comportamento de adesão considerando o perfil sociodemográfico, comportamental e de tratamento das mulheres.

  13. Os usos da nomeação mulher pescadora no cotidiano de homens e mulheres que atuam na pesca artesanal

    OpenAIRE

    de Oliveira Goes, Lidiane

    2008-01-01

    Este estudo pretende analisar os usos da nomeação mulher pescadora no que se refere ao reconhecimento profissional do trabalho feminino e à conquista de direitos no cotidiano da pesca artesanal. O referencial teórico e metodológico norteador é o das práticas discursivas e produção de sentidos, numa perspectiva construcionista. Também, são consideradas algumas reflexões teóricas acerca do trabalho feminino no setor pesqueiro. A nomeação mulher pescadora é, portanto, considerada ...

  14. "Tem mulher, tem preventivo": sentidos das práticas preventivas do câncer do colo do útero entre mulheres de Salvador, Bahia, Brasil

    OpenAIRE

    Rico, Ana María; Iriart, Jorge Alberto Bernstein

    2013-01-01

    O objetivo deste trabalho foi compreender os significados das práticas preventivas do câncer do colo do útero entre mulheres de bairros populares de Salvador, Bahia, Brasil. Trata-se de estudo qualitativo, baseado na análise de conteúdo de entrevistas semiestruturadas com 15 mulheres entre 24 e 68 anos. Os resultados evidenciam alta valorização do Papanicolaou, que é realizado como parte de exames de rotina, sem, no entanto, sustentar-se no conhecimento biomédico sobre as suas funções. Além d...

  15. Avaliação da qualidade de vida em mulheres com cancro da mama: Estudo exploratório com 55 mulheres angolanas

    OpenAIRE

    Duarte, Ilda da Conceição Afonso Sebastião

    2013-01-01

    Dissertação de Mestrado em Psicologia da Saúde apresentada ao ISPA - Instituto Universitário Objetivo: Avaliar a QDV das mulheres angolanas, diagnosticadas com cancro da mama, tratadas no Centro Nacional de Oncologia (CNO)/Luanda e identificar o papel das variáveis sociodemográficas e clínicas, uma vez que as causas da observância desproporcional da morbimortalidade entre mulheres brancas e negras com essa doença, ainda não estão bem definidas, e as desvantagens apontadas na li...

  16. O livro "Direitos das mulheres e injustiça dos homens" de Nísia Floresta: literatura, mulheres e o Brasil do século XIX

    OpenAIRE

    Campoi, Isabela Candeloro

    2011-01-01

    O livro Direitos das mulheres e injustiça dos homens foi publicado por Dionísia Gonçalves Pinto (1810-1885), mais conhecida como Nísia Floresta, em 1832. Tal obra foi considerada uma tradução livre de A Vindication of the rights of woman de Mary Wollstonecraft (1759-1797), autora inglesa que se tornou o principal nome em defesa dos direitos das mulheres no século XIX. No entanto, tratava-se da tradução de Woman not inferior to man de Mary Wortley Montagu (1689-1762). O artigo apresentado cont...

  17. "... e Deus criou a mulher": reconstruindo o corpo feminino na experiência do câncer de mama "... and God Created Woman": reconstructing the female body in the breast cancer experience

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Waleska de Araújo Aureliano

    2009-04-01

    Full Text Available As mulheres atingidas pelo câncer de mama passam, a partir da experiência da enfermidade, a travar novas relações com o corpo modificado pela cirurgia de mama (mastectomia, que provoca profundas alterações corporais. Considerando as representações simbólicas e sociais que envolvem o corpo da mulher e a associação das mamas à feminilidade, à sexualidade e à maternidade, pretendo discutir neste artigo como a ideia do corpo feminino e dos papéis sociais associados a ele foi histórica, social e culturalmente construída em nossa sociedade, como essa representação é percebida e reelaborada pela mulher mastectomizada e quais os discursos e visões (muitas vezes ambíguos que passam a ser utilizados para a compreensão desse corpo após a experiência da doença. A pesquisa foi realizada com mulheres de dois grupos de ajuda mútua na cidade de Campina Grande, PB.After knowing about their illness, women with breast cancer start to deal with new forms of perception of their own bodies, specially when modified by mastectomy (breast surgery. This medical procedure has profound impact in body formation. Considering the symbolic and social representations that involve the woman's body and the association of breasts with femininity, sexuality and maternity, I intend to demonstrate in this article how the idea of a female body and the roles associated with it were historical, social and culturally constructed in our society. I also investigate how the symbolic representations of that female body are perceived and re-elaborated by the woman with breast cancer through (sometimes ambiguous narratives and perceptions, which are, later, used to understand their body after experiencing the illness. The research was accomplished with women of two groups of mutual aid in the city of Campina Grande, PB.

  18. Projeto LUPA: Laboratório urbano pela arte

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andreia Fernandes

    2014-05-01

    Full Text Available Em «Educación 2021: Para una Historia del Futuro», Nóvoa introduz o conceito de «espaço público de educação». Um cenário onde a escola e a sociedade são responsabilizadas de forma compartida pela educação. Neste contexto surge o projeto de serviço educativo LUPA - Laboratório Urbano Pela Arte que apresentamos neste texto. Trata-se de um projeto de serviço educativo de natureza experimental, não formal, de índole voluntária e sem orçamento, que é dirigido essencialmente à comunidade da cidade de Castelo Branco. Pretende através da educação pela arte refletir sobre a relação entre a cidade enquanto espaço físico e a comunidade enquanto espaço social, com a premissa de que a cidade é o ponto de partida para a promoção, exploração e construção de identidade urbana, reforçando a empatia com a cultura e com as artes e construindo espaços - laboratórios de partilha, experimentação e criação. Projeto probatório no primeiro ano, organiza-se em 12 atividades/laboratórios de periocidade mensal, que pretendem (reconhecer/(revalorizar o património material e imaterial albicastrense. A partir da análise da oferta educativa e cultural e do diagnóstico e identificação das lacunas existentes, constrói-se o projeto experimental, na definição de objetivos, na planificação flexível de ações e na construção de metodologias assertivas que estimulem parcerias entre instituições culturais e educativas.

  19. Instrumento de classificação de pacientes de Perroca: teste de confiabilidade pela concordância entre avaliadores - correlação Instrumento de Perroca para la clasificación de pacientes: test de fiabilidad por la concordancia entre los evaluadores - correlación Interrater reliability of the Perroca ’s instrument for patients classification: assessment

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcia Galan Perroca

    2002-09-01

    Full Text Available Esta pesquisa foi conduzida com o intuito de estudar, analisar e testar a confiabilidade do instrumento de classificação de pacientes proposto por Perroca (' ,baseado nas necessidades individualizadas de cuidado de enfermagem. O instrumento foi aplicado pelas enfermeiras lotadas na UTI de um hospital de ensino, em 50 pacientes escolhidos aleatoriamente. O coeficiente de correlação de Pearson foi utilizado para a avaliação do grau de concordância nos escores totais obtidos pelas enfermeiras. A análise de confiabilidade revelou que as correlações são altas e positivas entre os escores dados pelas enfermeiras.Esta investigación fue conducida con la intención de estudiar, analizar y probar la fiabilidad Del instrumento propuesto por Perroca(1 para la clasificación del pacientes basado en las necesidades individualizadas de cuidados de enfermaria. El instrumento fue aplicado por las enfermeras asignadas en la UCI de un hospital de instrucción, en 50 pacientes escogidos de forma aleatoria. Para verificar el grado de acuerdo entre las puntuaciones dadas por las enfermeras se usó el coeficiente de correlación de Pearson. El análisis de fiabilidad reveló que las correlaciones entre las puntuaciones dadas por las enfermeras son altas y positivas.The purpose of this research was to check the reliability of Perroca's instrument model for classifying patients, based on the particular needs of nursing care. This patients' classification instrument was applied in 50 patients randomly chosen by the nurses of the General Intensive Care Unit of a medical school hospital. Pearson's quotient correlation was used to analyze the concordance degree of the total scores by the nurses. The reliability analysis showed a high and positive correlation in relation to scores given by the nurses.

  20. Uma realidade em preto e branco: as mulheres vítimas de violência doméstica

    OpenAIRE

    Silva, Carla da

    2011-01-01

    Uma realidade em preto e branco: as mulheres vítimas de violência doméstica, tem por objetivo analisar e compreender a repercussão das ações desenvolvidas nos serviços de atenção ONG SOS Ação Mulher e Família e Centro de Referência e Apoio à Mulher CEAMO, na dinâmica de vida da mulher vítima de violência doméstica. Pelos capítulos, traçou-se um breve histórico sobre a história das mulheres na sociedade patriarcal, foram delineados conceitos e a questão da violência doméstica contra a mulher...

  1. O que os santos podem fazer pela antropologia?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Oscar Calavia Sáez

    2009-01-01

    Full Text Available O artigo sustenta que os santos podem servir de eixo a uma abordagem mais etnográfica e radical da antropologia da religião. De praxe, essa subdisciplina está excessivamente pautada pelas concepções de apenas um tipo de nativos: teólogos, sacerdotes, especialistas. Doutrinas estabelecidas servem como referência, e a religião comum vira assim uma religião popular, subalterna ou desviante. Os santos, personagens locais que no entanto atravessam fronteiras entre credos e são por sua vez subalternos nas elaborações teológicas, podem ser vistos como atores essenciais dentro de uma rede de relações (do tipo das propostas pela actor-network theory, a unir mitos, devotos, lugares, objetos ou personagens sagrados, rituais, doutrinas e, como um limite externo, Deus. Essa rede, sugiro, deve se reivindicar como objeto prioritário dos estudos sobre religião.This paper claim that saints must be at the core of a more ethnographic and radical approach to the Anthropology of Religion. Anthropology of Religion draw heavily on specialized conceptions of priests or theologians, while common religious practices are marked as popular or deviant ones. The saints, although local characters overlooked in theological discourse, overtake creed frontiers and can be seen as critical actors in a network (after the actor-network theory proposal that links myths, believers, places, sacred things or personae, rituals, doctrine, and, as an outer edge, God. This network, I suggest, must be stressed as the main object of religion studies.

  2. Anthropometric indicators and risk for cardiovascular diseases in women with rheumatic diseases Indicadores antropométricos e risco para doenças cardiovasculares em mulheres com doenças reumáticas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rose Mari Bennemann

    2009-01-01

    Full Text Available The purpose of this work was to evaluate the nutritional status and the risk for cardiovascular diseases in women with rheumatic diseases from an association for patients with rheumatic diseases in Maringá – PR. The nutritional status was determined by means of the Body Mass Index (BMI and the risk for cardiovascular diseases based on the waist-to-hip ratio (WHR and the isolated waist circumference (WC. Forty-three women were evaluated, being 11 adults and 32 elderly. Most of the evaluated women (60.46% showed to be overweight, 32.56% had appropriate body weight and 6.98% had low weight. The risk for cardiovascular diseases was observed in 48.84% of the women, according to the waist-tohip evaluation. The isolated WC showed that 83.72% of the women had risk of cardiovascular diseases. It is concluded that the prevalence of overweight and risk for cardiovascular diseases is worrying for this population, not only because of the associated complications, but also for the worsening in the life quality of these individuals. O objetivo deste trabalho foi avaliar o estado nutricional e o risco para doenças cardiovasculares de mulheres com doenças reumáticas em uma associação de apoio ao reumático de Maringá-PR. O estado nutricional foi determinado por meio do Índice de Massa Corporal (IMC e o risco para doenças cardiovasculares a partir da razão cintura-quadril (RCQ e da circunferência da cintura isolada (CC. Foram avaliadas 43 mulheres, sendo 11 adultas e 32 idosas. A maioria (60,46% das mulheres avaliadas apresentou excesso de peso, 32,56% apresentaram peso adequado e 6,98% (3 idosas apresentaram baixo peso. O risco para doenças cardiovasculares foi observado em 48,84% das mulheres, de acordo com a avaliação pela RCQ. Já a avaliação da CC isolada demonstrou que 83,72% das mulheres apresentavam risco. Conclui-se que a prevalência de excesso de peso e de risco para doenças cardiovasculares é preocupante nesta população, n

  3. Conhecimento, atitude e prática do exame de Papanicolaou em mulheres com câncer de colo uterino Knowledge, attitudes, and practices related to the Pap smear among women with cervical cancer

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sylvia Michelina Fernandes Brenna

    2001-08-01

    Full Text Available O câncer de colo uterino apresenta alta mortalidade no Brasil, apesar dos programas para rastreamento. O objetivo deste estudo, de corte transversal, foi analisar conhecimento, atitude e prática do exame de Papanicolaou e entender a não adesão das mulheres a este exame. Foram entrevistadas 138 mulheres: noventa com neoplasia intra-epitelial de alto grau e 48 com câncer invasivo de colo uterino. As mulheres com câncer invasivo tiveram prática mais inadequada do exame. No entanto, independente do diagnóstico, mais de 80% delas referiram desmotivação/vergonha, 60% relataram que os médicos não examinavam e, cerca de 50% apontaram o tempo de espera para a consulta e a demora no agendamento como dificuldades para serem atendidas. Em geral, a prática do exame dependeu da iniciativa do médico e a periodicidade da coleta foi determinada pela procura de consulta devido a sintomas. As mulheres com 56 anos ou mais mostraram maior inadequação no conhecimento, na atitude e na prática. No entanto, aquelas com maior escolaridade conheciam melhor o exame. A maior idade e a menor escolaridade podem estar associados a não adesão das mulheres ao exame, porém as dificuldades sociais e econômicas para conseguir atendimento em saúde precisam ser consideradas para aumentar a prática do exame.Despite screening programs, Brazil has a high cervical cancer mortality rate. The objective of this cross-sectional study was to analyze knowledge, attitudes, and practices related to the Pap smear and to understand why women fail to submit to this screening test. A structured questionnaire was used to interview 138 women: 90 with high grade intraepithelial neoplasia and 48 with invasive cervical cancer. Inadequate practices were more frequent among women with invasive cancer. In terms of difficulties in obtaining medical care, more than 80% of women reported lack of motivation, 60% reported that physicians failed to conduct a complete physical examination

  4. Prevalence of suicide risk and comorbidities in postpartum women in Pelotas Prevalência do risco de suicídio e de comorbidades em mulheres pós-parto em Pelotas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniele Tavares

    2012-10-01

    Full Text Available OBJECTIVES: To evaluate the prevalence of suicide risk and comorbidities in postpartum women. METHODS: This is a cross-sectional study of postpartum women. The sample comprised mothers who have received prenatal care from the Brazilian National System of Public Heath in the city of Pelotas. Suicide risk and other mental disorders were evaluated using the Mini International Neuropsychiatric Interview (MINI. A yes answer on one of the six interview questions was considered a sign of suicide risk. RESULTS: The sample consisted of 919 postpartum women. The 11.5% suicide prevalence was 4.62 (CI 2.45, 8.73 times higher in women with low educational levels. Women with comorbid depression or an anxiety disorder showed a 17.04 (CI 2.27; 19.96 times greater risk of suicide than those who did not suffer from any mood disorder. CONCLUSION: Lower education levels and psychiatric disorders are associated with suicide risk. Bipolar disorder is the psychiatric disorder with the highest impact on suicide risk.OBJETIVOS: Avaliar a prevalência do risco de suicídio e de comorbidades em mulheres pós-parto. MÉTODOS: Este foi um estudo em corte transversal com mulheres pós-parto. A amostra foi constituída de mães que receberam cuidados pré-natais prestados pelo Sistema Nacional de Saúde Pública do Brasil na cidade de Pelotas. O risco de suicídio e outros transtornos mentais foram avaliados pela Mini International Neuropsychiatric Interview (MINI. Uma resposta afirmativa a qualquer das seis perguntas é considerada um risco de suicídio. RESULTADOS: A amostra consistiu de 919 mulheres pós-parto. A prevalência do risco de suicídio foi de 11,5%. Ela foi 4,62 vezes mais alta (IC de 95% 2,45; 8,73 em mulheres de baixo nível educacional. Mulheres apresentando qualquer comorbidade para depressão e transtornos ansiosos tiveram uma chance 17,04 vezes maior (IC 95% 2,27; 19,96 àquelas que não apresentaram nenhum transtorno afetivo. CONCLUSÃO: Um n

  5. Perspectivas sociais e dominação simbólica: a presença política das mulheres entre Iris Marion Young e Pierre Bourdieu

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luis Felipe Miguel

    2010-06-01

    Full Text Available O artigo trata da participação política das mulheres e de sua presença no poder político. Nessa temática, discute a tensão entre o potencial emancipacionista prometido pela incorporação de múltiplas perspectivas ao debate político e a ação reprodutora do campo. Partindo das causas que, a nosso ver, são responsáveis pela relativa ausência de mulheres dos círculos decisórios e por seu "desinteresse" pela política, discutimos as perspectivas orientadas, de uma forma ou de outra, para a solução (melhoramento dessa situação. O artigo organiza-se em três seções. Na primeira, defende-se a posição de que a via mais promissora para justificar a necessidade de presença das mulheres passa pelo entendimento de que os espaços de deliberação devem abrigar uma pluralidade de perspectivas sociais relevantes - um conceito associado, sobretudo, à obra da teórica estadunidense Iris Marion Young. Na segunda, discute-se alguns problemas desse conceito, em especial, certa ingenuidade que marca um ideal dele derivado: a geração de um espaço plural de discussão e de tomada de decisão em função da adoção de cotas eleitorais. Utiliza-se o conceito de "campo", extraído da obra de Pierre Bourdieu, para depurar as idéias de Young dessa ingenuidade. Na terceira seção, introduz-se um elemento adicional: a distinção, apresentada por Nancy Fraser, entre "políticas afirmativas" e "políticas transformadoras". Conclui-se, de forma preliminar, com um balanço dos limites e das potencialidades de uma política baseada na defesa da ampliação da presença de "perspectivas sociais".

  6. Opção pela vasectomia e relações de gênero The option for vasectomy and implications for gender relations

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nádia Maria Marchi

    2003-08-01

    Full Text Available Realizou-se um estudo qualitativo para conhecer o processo de decisão de casais pela vasectomia, as relações de gênero envolvidas e identificar as fontes de informação sobre o método. Foram feitas entrevistas semi-estruturadas com vinte casais que solicitaram a vasectomia no Ambulatório de Reprodução Humana do Centro de Assistência Integral à Saúde da Mulher, Universidade Estadual de Campinas. Para a análise dos dados, utilizou-se a técnica de análise do conteúdo. A maioria dos casais optou pela vasectomia como último recurso anticoncepcional, após ter utilizado outros métodos, nem sempre com sucesso. Os homens se auto-atribuíram a iniciativa de se submeterem à cirurgia dada a impossibilidade de criarem mais filhos. Pessoas significativas para eles foram as principais fontes de informação, suscitando interesse pelo método e afastando os temores. As relações de gênero desveladas oscilaram entre um modelo quase patriarcal, com o predomínio dos homens nas decisões da vida familiar, e um modelo ambíguo nas decisões reprodutivas, em que as mulheres haviam assumido a responsabilidade da anticoncepção até que, diante da inevitabilidade da esterilização, os homens consideraram que deveriam colaborar.A qualitative study was performed to: investigate the process that leads couples to decide for vasectomy; characterize the gender relations involved in this process; and identify sources of information on vasectomy. Semi-structured interviews were conducted with 20 couples who had requested vasectomy at the outpatient clinic of the Center for Integrated Women's Health Care, State University in Campinas, São Paulo, Brazil. A structured form was used to collect social, economic, and demographic data. The content analysis technique was used for data analysis. The majority of couples opted for vasectomy as a last resort after attempting numerous other contraceptive methods, not always successfully. The emerging gender

  7. Qualidade de vida e sexualidade de mulheres tratadas de câncer de mama Quality of life and sexuality of women treated for breast cancer

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Priscila Ribeiro Huguet

    2009-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar a qualidade de vida e aspectos da sexualidade de mulheres com câncer de mama segundo o tipo de cirurgia e características sociodemográficas. MÉTODOS: realizou-se um estudo de corte transversal com 110 mulheres tratadas há pelo menos um ano por câncer de mama no Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher da UNICAMP. A qualidade de vida foi avaliada por meio do questionário WHOQOL-bref e as questões sobre sexualidade, por um questionário específico, no qual se utilizou o coeficiente alpha de Cronbach para verificar validade e concordância das respostas (alpha=0,72 e a técnica de análise fatorial com critério de autovalor e rotação máxima de variância, resultando em dois componentes assim denominados: intrínseco ou intimidade (como a mulher se vê sexualmente e extrínseco ou atratividade (como a mulher acredita que os outros a veem sexualmente. As variáveis sociodemográficas foram avaliadas nos domínios do questionário da OMS e nos componentes de sexualidade por meio do teste de Kruskal-Wallis seguido pelo teste de Mann-Whitney e pela correlação de Spearman. RESULTADOS: idade, escolaridade, tipo de cirurgia e tempo desde a cirurgia não influenciaram a qualidade de vida nos domínios físico, meio ambiente, psicológico e relações sociais. Mulheres com relacionamento marital estável tiveram escores maiores nos domínios psíquico (p=0,04 e relações sociais (p=0,02. Maior nível socioeconômico influenciou a qualidade de vida nos domínios físico (p=0,01 e meio ambiente (p=0,002. Em relação à sexualidade, houve influência da idade no componente extrínseco (p=0,0158. Mulheres com relacionamento marital estável tiveram escores maiores de qualidade de vida em ambos os componentes de sexualidade. Maior escolaridade influenciou positivamente no fator intrínseco. Mulheres submetidas à quadrantectomia ou à mastectomia com reconstrução imediata apresentaram melhores escores em relação

  8. Delegacias de mulheres: política de enfrentamento e espaço de negociação da violência conjugal

    OpenAIRE

    Cavalcanti Santana de Melo, Delâine

    2007-01-01

    Esta dissertação tem como objetivo analisar os discursos de mulheres denunciantes, de profissionais que a atendem (policiais e psicóloga) e de representantes feministas militantes no Movimento de Mulheres de Pernambuco/Fórum de Mulheres de Pernambuco sobre a Delegacia da Mulher do Recife e sua relação com a rede de atendimento à mulher em situação de violência. Discutimos a violência contra a mulher como sustentada por uma sociabilidade alicerçada na cultura patriarcal, a partir da qual a ...

  9. Relacionamentos Afetivo-Familiares em Mulheres com Anorexia e Bulimia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carolina Leonidas

    Full Text Available RESUMOEste estudo teve por objetivo investigar a rede social de apoio de mulheres com anorexia e bulimia, com ênfase em suas relações afetivo-familiares. A amostra foi composta por 12 participantes atendidas em hospital universitário. Os instrumentos utilizados foram: roteiro de entrevista semiestruturada, Mapa de Rede e Genograma. Os resultados indicaram que as redes sociais das participantes têm configuração restrita, com proeminência de membros da família em sua composição. Os relacionamentos familiares oscilam, contudo, entre turbulência e distanciamento afetivo. As relações de afeto mantidas com pais, cônjuges e namorados são marcadas por divergências e insatisfações. A baixa densidade da rede de amizades e o empobrecimento da vida social resultam em isolamento e dificuldades de dar início e/ou manter relacionamentos afetivos duradouros.

  10. Alterações na audiometria de tronco encefálico em mulheres adultas com hipotireoidismo subclínico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Figueiredo Lília Cristiane M. S.

    2003-01-01

    Full Text Available A correlação entre perda auditiva e distúrbios adquiridos da glândula tireóide tem sido tema de interesse há muito tempo na Medicina. Diversos trabalhos foram dedicados à investigação audiológica de pacientes com hipotireoidismo, mas poucos autores abordaram a forma subclínica desta doença utilizando a audiometria de tronco encefálico (ABR. OBJETIVO: Avaliar se ocorrem ou não alterações na ABR em mulheres normoacúsicas com hipotireoidismo subclínico não tratado quando comparadas a mulheres sem doença endócrina. DESENHO DO ESTUDO: Prospectivo clínico. MATERIAL E MÉTODO: Uma série de 16 pacientes foi analisada com ABR e seus resultados foram relacionados aos do grupo-controle análogo em sexo e idade. RESULTADOS: Houve diferença significativa (p<0,05 nas médias das latências absolutas das ondas III (p=0,039 e V (p=0,006 e dos intervalos interpicos I-III (p=0,017, III-V (p=0,044 e I-V (p=0,002 entre os dois grupos, mostrando que as medidas destas latências foram significativamente maiores no grupo do hipotireoidismo. CONCLUSÃO: Na condição de hipotireoidismo subclínico, antes mesmo de haver qualquer anormalidade nos limiares psicoacústicos, já poderá ser observado comprometimento na condução nervosa ao longo das vias auditivas no tronco encefálico, como demonstrado pela avaliação com ABR.

  11. Conceitos, causas e repercussões da violência sexual contra a mulher na ótica de profissionais de saúde

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana da Fonseca Bezerra

    2016-03-01

    Full Text Available Objetivo: Analisar os sentidos atribuídos por profissionais de saúde aos conceitos, causas e repercussões da violência sexual contra a mulher. Método: Estudo qualitativo realizado com 68 profissionais de saúde de nível superior integrantes de equipe multiprofissional de nove hospitais públicos do município de Fortaleza/CE, entre agosto e dezembro de 2013, por meio de entrevista semiestruturada, a qual norteou a coleta de dados, sendo estes submetidos à análise temática dos núcleos de sentido que emergiram. Resultados: Entre os sentidos atribuídos ao conceito de violência sexual, destacam-se a violação dos direitos humanos e ênfase na perpetuação das questões de gênero; quanto às causas, sobressaiu o machismo, a existência de patologias do agressor e a reprodução da violência familiar – as repercussões atingem aspectos psicológicos, além da exposição a doenças e agressões físicas. Conclusão: O estudo possibilitou a análise dos sentidos atribuídos à violência sexual pela ótica dos profissionais de saúde investigados, que divergiram sobre a desigualdade de gênero e contexto social, cujas causas foram apontadas como sendo a cultura machista, a falta de informação das mulheres sobre os seus direitos e as questões sociais. Observou-se a dificuldade dos profissionais em trabalhar com o tema.

  12. Os sentidos atribuídos à voz por mulheres após a menopausa The meanings attributed to the voice by menopause women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Aparecida Miranda de Paula Machado

    2005-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar os sentidos atribuídos à voz por mulheres após a menopausa. MÉTODOS: Foram coletados dados de 148 mulheres nos prontuários médicos, entre fevereiro de 2000 e outubro de 2001, no Programa da Saúde da Mulher no Climatério, do ambulatório de ginecologia de um hospital na cidade de Curitiba, Estado do Paraná. Dentre a população total foram selecionadas intencionalmente 30 mulheres entre 48 e 59 anos, que não se consideravam profissionais da voz, no mínimo há 12 meses em amenorréia, e que foram entrevistadas com um roteiro temático, constituído de questões semi-estruturadas. Cada entrevista foi gravada e transcrita. A descrição, análise e interpretação foram fundamentadas pelas representações sociais, por meio do discurso do sujeito coletivo, com aproximações à hermenêutica-dialética. RESULTADOS: Os 27 discursos coletivos estruturados denotaram o relacionamento da voz às características biológicas, psicológicas e aspectos sociais do cotidiano, com a identificação de mudanças vocais no decorrer da vida. CONCLUSÕES: Foi possível observar representações sociais de natureza comunicacional e funcional, que salientaram a voz como elemento de constituição da identidade pessoal, concebida na pertinência social. A pesquisa sugere novas investigações fundamentadas nas ciências sociais, simultâneas aos estudos epidemiológicos, e a necessidade de se refletir sobre o processo de terapêutica vocal aplicado sobre uma laringe mais vulnerável, além de priorizar uma proposta de assistência integral à mulher no climatério, com enfoque sobre a saúde da voz.OBJECTIVE: To analyze the meanings attributed to the voice by menopausal women. METHODS: Data were collected from 148 medical records of women seen in the Climacteric Women Health Program of the Irmandade Santa Casa de Misericórdia Gynecology Outpatient Clinic in Curitiba, Brazil, between February 2000 and October 2001. Of them, 30 women aged

  13. Referencial de análise para a estudo da relação trabalho, mulher e saúde

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jussara Cruz de Brito

    1991-06-01

    Full Text Available Este texto procura mostrar a importância da abordagem de gênero na construção teórica da área de Saúde do Trabalhador, uma vez que homens e mulheres são expostos a condições de trabalho diferenciadas no processo produtivo. No caso das trabalhadoras, destaca-se a conjugação do capitalismo e patriarcalismo como determinantes da opressão feminina nas relações hierárquicas do trabalho, assim como a responsabilidade social oculta do trabalho doméstico, realizado na esfera do privado, o que distancia a mulher do mundo social e político e gera fortes impactos à sua saúde. Pela divisão sexual do trabalho, são reservadas às trabalhadoras, na indústria, as tarefas mais repetitivas e que exigem grande resistência nervosa - condições que não são especialmente saudáveis e que implicam um padrão específico de desgaste. Concluímos que são necessárias mudanças nos planos da vida social, além da ruptura das crenças que sustentam a divisão sexual do trabalho, para que se transformem as condições agressivas impostas à saúde dos homens e mulheres, no processo de trabalho.The present paper aims at showing the importance of the gender approach in the theoretical construction of the field of worker's health since men and women are exposed to different work conditions within the productive process. In the case of female workers, we point to the liaison of capitalism and patriarchy as determinants of women's oppression in the hierarchical relationships of labor as well as to the hidden social responsability of the housework, which is carried out in the private sphere thus keeping women distant from the social and political world and generating strong impacts on their health. According to the sexual division of labor, female work in industry is restricted to rather repetitive tasks that require a great nervous resistance - not especially healthy conditions that lead to a specific consuming pattern. We concluded that changes

  14. Narrativas de violências praticadas por parceiros íntimos contra mulheres Narratives of intimate partner violence practiced against women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leides Barroso Azevedo Moura

    2012-04-01

    Full Text Available Foi realizada uma pesquisa com mulheres de 15 a 49 anos moradoras de uma área de vulnerabilidade social da capital brasileira para conhecer os discursos femininos sobre suas vivências de violências praticadas por parceiros íntimos. Foi utilizada uma abordagem qualitativa e técnica do Discurso do Sujeito Coletivo. Durante entrevistas realizadas em seus domicílios no período de fevereiro a julho de 2007, 195 mulheres narraram, episódios de violências sofridas ao longo da vida. As entrevistas geraram 32 Discursos do Sujeito Coletivo que foram construídos a partir de 395 expressões-chaves agrupadas em sete blocos temáticos: i Engenharia das VPI (N = 114; 58,5%; ii Histórias de estupro de vulneráveis (N = 77; 39,5%; iii Violências silenciosas ou silenciadas (N = 43; 22%; iv Anos potenciais de vida sofrida (N = 43; 22%; v Um novo tempo, apesar dos pesares (N = 39; 20%; vi E por falar em violências (N = 35; 18%; vii A violência é uma linguagem (N = 34; 17,4%. Três discursos do bloco de maior prevalência, intitulado "A engenharia das VPI", são apresentados integralmente neste trabalho. As narrativas das violências reveladas mostram a intensidade da vulnerabilidade e das agressões sofridas pelas mulheres e a existência de múltiplas dinâmicas violentas nos relacionamentos íntimo-afetivos.Research was conducted with women aged 15 to 49 living in an economically vulnerable area of the Brazilian state capital on the experience of victims of Intimate Partner Violence (IPV. The study adopted a qualitative technique called Collective Subject Discourse. During the interviews in their homes between February and July, 195 women reported incidents of violence throughout their lives. The discourses were grouped by similar violence using the CSD technique and organized into 7 major categories based on 395 key words; i IPV Engineering (N = 114; 58.5%; ii Rape of vulnerable sex (N = 77; 39.5%; iii Silent or silenced violence (N = 43; 21%; iv

  15. Treinamento aeróbio não altera pressão arterial de mulheres menopausadas e com síndrome metabólica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aluísio Henrique Rodrigues de Andrade Lima

    2012-11-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A Hipertensão arterial (HA é uma condição tanto agravante quanto agravada pela Síndrome Metabólica (SM. A menopausa pode tornar o tratamento da hipertensão mais difícil porque é uma condição que favorece a piora nos componentes da SM. Embora existam evidências de que o treinamento com exercícios físicos reduza a pressão arterial, se as condições da menopausa e da SM afetam os benefícios induzidos pelo exercício é algo ainda não evidenciado. OBJETIVO: Comparar os efeitos do treinamento aeróbio na pressão arterial entre mulheres com SM não menopausadas e menopausadas. MÉTODOS: Foram recrutadas 44 mulheres divididas em quatro grupos experimentais: controle não menopausada (CNM: 39,5 ± 1,1 anos, n = 11; controle menopausada (CM: 54,9 ± 1,7 anos, n = 12; aeróbio não menopausada (ANM: 43,1 ± 2,1 anos, n = 11 e aeróbio menopausada (AM: 52,1 ± 1,6 anos, n = 10. Os grupos de exercício realizaram treinamento aeróbio durante três meses, cinco vezes por semana, com intensidade entre 60% e 70% da frequência cardíaca de reserva. A pressão arterial de repouso e a resposta pressórica clínica após 60 minutos de exercício foram medidas antes e após o período treinamento. O teste de ANOVA de dois fatores foi usado, considerando p 0,05. CONCLUSÃO: Três meses de treinamento aeróbio melhora componentes da SM, mas não altera a pressão arterial de repouso, nem a resposta pressórica aguda após uma sessão de exercício aeróbio em mulheres com SM.

  16. Mulheres idosas: desvelando suas vivências e necessidades de cuidado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Miriam Aparecida Barbosa Merighi

    2013-04-01

    Full Text Available Estudo qualitativo com abordagem da fenomenologia social que objetivou a compreensão da vivência da mulher idosa, suas necessidades de cuidado e expectativas nesse período da vida. Participaram nove mulheres, cujos depoimentos foram obtidos de fevereiro a maio de 2011, por meio de entrevista semiestruturada. A mulher idosa refere limitações de ordem física, mental e social, e valoriza a preservação de sua autonomia nas atividades diárias e no cuidado consigo mesma. Refere a família como suporte fundamental e tem expectativas e necessidades de se manter saudável, da busca pelo lazer e de ter melhor acesso aos serviços de saúde para receber informações e atendimento qualificado. Nessa fase, a ausência de perspectivas relaciona-se à perda de pessoas significativas e da saúde. Este estudo revelou facetas da vivência da mulher idosa, suscitando novas investigações e a adequação do ensino, prática e gestão às reais necessidades dessa mulher.

  17. Preconceito e discriminação: as bases da violência contra a mulher

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sergio Gomes da Silva

    Full Text Available A violência contra as mulheres não é recente na história da humanidade. Ela faz parte de um sistema sociohistórico que condicionou as mulheres a uma posição hierarquicamente inferior na escala de perfeição metafísica, produzindo um campo de força de relações assimétricas entre homens e mulheres em nossa sociedade. Assim sendo, o objetivo deste trabalho é analisar como o preconceito, a discriminação e a intolerância constituíram predicativos da violência de gênero, trazendo para essa discussão a interpenetração de três módulos distintos: sexo/gênero, raça/etnia e classe social. Apesar dos altos índices estatísticos de violência contra as mulheres em todo o mundo e dos avanços sociais, políticos e jurídicos no combate à violência, defende-se a ideia de que o movimento dos direitos humanos ainda precisa encontrar instrumentos efetivos na promulgação da cidadania e dos direitos das mulheres.

  18. SEXUALIDADE E SAÚDE NA PERCEPÇÃO DO MOVIMENTO DE MULHERES CAMPONESAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isaura Isabel Conte

    2015-10-01

    Full Text Available Este texto aborda a concepção de sexualidade e saúde na perspectiva de mulheres do Movimento de Mulheres Camponesas (MMC. Para tanto, considera-se fundamentalmente a inserção das militantes em processos formativos, seus aprendizados e experiências coletivas nas lutas que desencadeiam e sustentam numa organização camponesa e feminista. A pesquisa foi realizada no convívio com mulheres camponesas há mais de dez anos no Estado do Rio Grande do Sul, com base em observação participante e pesquisa documental. Destaca-se, como relevante, que as mulheres camponesas estão modificando modos de pensar sobre si mesmas, seus corpos e sua sexualidade, rompendo estereótipos seja com relação ao corpo de mulher da roça, seja com relação aos atuais padrões de corpo feminino. Assumem a luta por saúde pública com protagonismo entendendo que, mais que um corpo, são corpos pensantes capazes de questionar a sociedade que lhes impõe o consumismo e, por outro lado, propõem mudanças.

  19. Estudo compreensivo sobre suicídio de mulheres idosas de sete cidades brasileiras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Cecília de Souza Minayo

    2013-12-01

    Full Text Available Parte-se de uma pesquisa multicêntrica realizada no Brasil, em que se analisam 51 casos de suicídio de idosos (de 40 homens e 11 mulheres mediante autópsias psicossociais. Aprofunda-se o estudo dos 11 casos relativos às mulheres. A interpretação dos dados empíricos se fundamenta em autores clássicos e em recente literatura nacional e internacional sobre o fenômeno. Motivos que levam as mulheres ao suicídio são, em parte, diferentes dos homens. Como eles, as mulheres morrem preferencialmente por enforcamento e frequentemente seu suicídio associa-se a doenças degenerativas e comorbidades. As diferenças principais se devem a questões culturais de gênero. Os resultados convergem em grande parte com a literatura e revelam que, no Brasil, os fatores principais associados ao suicídio feminino são: violência de gênero e intrafamiliar, sofrimento por perdas de pessoas referenciais e da função tradicional como esposa e mãe, e depressão. Recomenda-se maior atenção ao efeito cumulativo de agravos no envelhecimento das mulheres, sobretudo os vinculados às especificidades de gênero.

  20. A descoberta da contingência pela teoria social

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Franz Josef Brüseke

    2002-12-01

    Full Text Available Historicamente, a contingência é pensada por Aristóteles, pela primeira vez, no seu texto peri hermeneias onde o filósofo introduz o conceito endechómenon, traduzido mais tarde como contingência. A descoberta da contingência reflete um novo estado de espírito nas obras de Weber, Parsons e Luhmann como na filosofia ocidental em Husserl, Heidegger, Camus, Sartre e outros, que se dão conta da dramaticidade das relações e fenômenos contingentes. Apesar da longa tradição da consciência da contingência no pensamento ocidental, é o advento do "pós-modernismo", relativamente tarde, que marca sua saída da latência. Autores como Lyotard, Maffesoli e Bauman exploram a descoberta da contingência no campo da teoria social e mostram que o mundo é necessariamente como é mas, também, poderia ser diferente. Nossa hipótese é que o caráter altamente contingente da técnica moderna, na medida em que esta penetra cada vez mais a sociedade contemporânea, afeta decisivamente o homem e seu modo de viver no mundo; desta maneira o problema da contingência ganha relevância sociológica.

  1. Mulheres na maturidade e queixa depressiva: compartilhando histórias, revendo desafios Women in maturity and depressive complaint: sharing histories, reviewing challenges

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isalena Santos Carvalho

    2006-06-01

    Full Text Available Na literatura, a maturidade feminina tende a ser caracterizada pela menopausa, saída dos filhos de casa, cuidado e/ou perda dos pais idosos e questionamento sobre as escolhas de vida. Outra questão associada é a possibilidade de ocorrência de sintomatologia depressiva. Nessa perspectiva, o presente trabalho buscou identificar eventos da maturidade possivelmente relacionados à depressão feminina. Nove mulheres com diagnóstico de depressão, atendidas num hospital público de Brasília, participaram de uma intervenção psicológica grupal. A análise dos encontros sugere que perdas associadas ao seu envelhecimento, como a ocorrência de limitações físicas, modificações na auto-imagem e nas relações interpessoais específicas da maturidade, bem como o receio de dependência familiar futura contribuíram para a sintomatologia em questão. A dificuldade de elaboração de novos projetos de vida, com a depreciação do valor pessoal, foi um outro fator possivelmente relacionado. Cabe avaliar desafios enfrentados pelas mulheres na maturidade para a compreensão da queixa depressiva e desenvolvimento de propostas de intervenção.In literature, feminine maturity tends to be characterized by menopause, departure of children from home, care or loss of aged parents and questioning about life choices. Another question associated is the possibility of depressive symptoms occurrence. In that perspective, this article aims at identifying events of maturity possibly related to feminine depression. Nine women with depression diagnosis, attended in a public hospital in Brasília, took part in a group of psychological intervention. The analysis of the encounters suggests that losses associated to their aging process, such as occurrence of physical limitations, modifications in their auto-image and in the interpersonal relations specific of maturity, as well as the fear of future familiar dependency, have contributed to the symptoms related above

  2. Características sociodemográficas e clínicas das internações psiquiátricas de mulheres com depressão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Richardson Miranda Machado

    2013-03-01

    Full Text Available Estudo retrospectivo e exploratório, realizado com objetivos de identificar e analisar características sociodemográficas e clínicas de internações psiquiátricas de mulheres acometidas por depressão. O estudo foi realizado a partir do Sistema de Internações Hospitalares de um serviço especializado. A amostra foi constituída por 24.161 pacientes admitidos; 1.160 tiveram diagnóstico de depressão (4,8%, com predominância do sexo feminino (761-65,6%, faixa etária de 41 a 50 anos (194-25,4%, procedentes para internação de diferentes serviços de saúde (273-35,8%, com tempo de internação de 60 dias (311-40,8%, altas médicas (687-90,2%, uma internação hospitalar (661-86,8% e internações pagas pelo Sistema Único de Saúde (633-83,2%. Os aspectos biológicos (hormonais, culturais (papel da mulher na sociedade, automedicação, diagnóstico tardio e coocorrência com outras doenças foram os principais fatores relacionados ao acometimento por depressão pelas mulheres e internação. Tais aspectos devem direcionar uma melhor abordagem do cuidado e promoção da saúde mental.

  3. A prática da atividade física em mulheres submetidas à cirurgia por câncer de mama: percepção de barreiras e benefícios

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Antonieta Spinoso Prado

    2004-06-01

    Full Text Available O exercício físico pós-mastectomia é importante para prevenção da limitação articular, linfedema, alterações posturais, fibrose muscular ou aderência tecidual da área cirúrgica. Objetivo: identificar as crenças a respeito da prática da atividade física, a percepção sobre os benefícios e barreiras à sua realização por um grupo de mulheres submetidas à cirurgia por câncer de mama, segundo o Modelo de Crenças em Saúde. Amostra: 30 mulheres atendidas num serviço especializado em reabilitação de mastectomizadas. Procedimento: aplicou-se um questionário contendo questões relacionadas ao conhecimento e percepções sobre a prática da atividade física, bem como aos benefícios e barreiras à sua realização. Conclusões: o grupo estudado percebeu um conjunto de benefícios sendo a falta de força de vontade a barreira mais mencionada, o conhecimento sobre a importância e a necessidade dos exercícios físicos com a presença de um profissional e o suporte dos familiares foram os incentivos mais referidos pelas mulheres estudadas.

  4. TORNANDO O INVISÍVEL VISÍVEL: UM OLHAR PANORÂMICO SOBRE A DOMINAÇÃO MASCULINA, MACHISMO E A CRIAÇÃO DO “PRÓPRIO” PARA MULHERES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata de Souza Francisco

    2014-11-01

    Full Text Available O presente ensaio tem como objetivo analisar como a dominação masculina e o machismo em nossa sociedade são naturalizados e produzem a ideologia do “próprio” para mulheres. Observando que as relações de gênero são também relações de poder que organizam o mundo segundo as diferenças sexuais entre homens e mulheres. Limitando o espaço público como lugar exclusivamente masculino e o espaço privado como local apropriado às mulheres, delineou-se que as atividades femininas estavam ligadas ao privado, às atividades menos prestigiosas, tais como cuidar da casa, dos filhos e da limpeza, já que as mesmas agem pela emoção, negando-lhes uma cidadania social e política. Busca-se tornar visível a dominação masculina e a violência simbólica, como uma forma de violência de gênero, que se manifesta de forma simbólica e silenciosa. Mesmo a dominação sendo simbólica ela é capaz de causar efeitos práticos e visíveis nos dominados, tais como sua manifestação através de emoções corporais, como vergonha, humilhação, culpa, onipotência, submissão

  5. Aleitamento materno: como é vivenciado por mulheres assistidas em uma unidade de saúde de referência na atenção materno-infantil em Teresina, Piauí

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ramos Carmen Viana

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: ampliar a compreensão acerca de como as mulheres que desmamaram os seus filhos antes do quarto mês de vida percebem a amamentação e a assistência recebida no curso do ciclo gravídico-puerperal. MÉTODOS: adotou-se a Teoria das Representações Sociais como referencial teórico-metodológico. Ao todo foram entrevistadas 24 mulheres com base num questionário semi-estruturado. A análise dos dados se deu a partir do método de análise de conteúdo. RESULTADOS: a análise do discurso das entrevistadas permitiu evidenciar um verdadeiro descompasso entre o discurso proferido pela instituição, em favor da amamentação exclusiva até o sexto mês de vida, e a vivência das mulheres com relação a este ato, que se traduziu na impossibilidade de cumprir tal orientação frente as suas condições concretas de vida. CONCLUSÕES: os resultados revelaram a necessidade de uma urgente reformulação nos referenciais que embasam as ações de saúde voltadas para essa área, com vistas a contemplar, além dos determinantes biológicos, os condicionantes socioculturais que permeiam a amamentação.

  6. Consumo alimentar e estado nutricional de mulheres em quimioterapia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isabela Borges Ferreira

    2016-07-01

    Full Text Available Resumo O objetivo deste estudo foi analisar o consumo alimentar e o estado nutricional de mulheres com câncer de mama (CM em quimioterapia (QT. A avaliação dietética quantitativa foi realizada de acordo com as Dietary Reference Intakes (DRI e a avaliação qualitativa pelo Índice de Qualidade da Dieta Revisado (IQD-R. Dentre o total de pacientes (n = 20, 60% (n = 12 apresentaram circunferência da cintura igual ou superior a 88 cm. Foi verificado 75% (n = 15 de indivíduos com excesso de peso. A média da ingestão de cálcio, cobre, ferro, fibra alimentar, magnésio, potássio, vitamina A, niacina, vitamina B6 e zinco encontrava-se abaixo da recomendação de ingestão adequada e o consumo de vitamina C, fósforo, manganês, sódio e tiamina encontrava-se acima. Quanto à análise do IQD-R, 80% (n = 16 das pacientes apresentaram uma “dieta que requer modificações”, enquanto que 20% (n = 4 apresentaram uma “dieta saudável”. Observou-se elevado excesso de peso, desequilíbrio na ingestão de micronutrientes e dieta que necessita melhorias. Dessa forma, a criação e a utilização de um protocolo de intervenção nutricional são de grande relevância para melhorar a dieta de pacientes com CM que realizam QT.

  7. PREVALÊNCIA DE TRATAMENTO FARMACOLÓGICO PARA PREVENÇÃO DE FRATURAS ÓSSEAS EM MULHERES COM OSTEOPOROSE NO MUNICÍPIO DE SANTA MARIA - RS

    OpenAIRE

    Clóvis Blattes Flores

    2015-01-01

    A fragilidade óssea causada pela osteoporose aumentou a ocorrência de fraturas por baixo impacto em mulheres no período de pós-menopausa, representando um sério problema de Saúde Pública, já que aumenta os riscos de novas fraturas, morbidade, mortalidade, além de impactar nos custos do tratamento. O objetivo deste estudo é pesquisar a prevalência de tratamento farmacológico para prevenção de fraturas ósseas na pós-menopausa com diagnóstico de osteoporose, no município de Santa Maria RS. Este...

  8. O papel da esposa no Brasil e em Portugal na década de 1930: sua representação nos romances A mulher que fugiu de Sodoma e Ana Paula

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antony Cardoso Bezerra

    Full Text Available Resumo Como representação ficcional da realidade, o romance, sobretudo o do modo realista, não está alheio à conjuntura histórica em que é produzido e de que se ocupa. À luz dessa condição, investiga-se, em cotejo, como os romances A mulher que fugiu de Sodoma (1931, do escritor brasileiro José Geraldo Vieira, e Ana Paula (1938, do romancista português Joaquim Paço d’Arcos, abordam uma questão-chave de seu mundo: a desestruturação de um casamento em decorrência do comportamento desregrado do marido e, em face disso, o papel desempenhado pela esposa. Com recorrência a estudos sobre representação de Erich Auerbach e de Roger Chartier, bem como sobre a mulher e o casamento, como os de Mary del Priore, Anália Cardoso Torres e Irene Vaquinhas, leem-se as narrativas literárias criticamente, atentando para sua inserção histórica. Enquanto Vieira apresenta, com Lúcia, uma agência no abandono físico do marido, Paço d’Arcos elabora Ana Paula como uma esposa que até à ruína permanece com a consorte.

  9. Mulheres negras: uma trajetória de criatividade, determinação e organização Black women: a trajectory of creativity, determination and organization

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Matilde Ribeiro

    2008-12-01

    Full Text Available Este artigo busca fazer um breve registro focando o processo organizativo das mulheres negras em diálogo com: a inclusão de gênero e raça nas políticas públicas; a realização das conferências internacionais - em especial a Conferência Mundial sobre as Mulheres e a III Conferência Mundial contra o Racismo, a Discriminação Racial, a Xenofobia e as Formas Conexas de Intolerância; o pós-Durban, a ação e o monitoramento; e os 120 anos após a abolição da escravidão. Ao final, são formulados alguns desafios a considerar na luta pela igualdade e justiça social.The article "Black Women: A Trajectory of Creativity, Determination and Organization" seeks to make a brief account, focusing on the process of black women's organization in dialogue with the following: the inclusion of gender and race in public policies; the holding of International Conferences - in particular, the World Conference on Women and the 3rd World Conference against Racism, Racial Discrimination, Xenophobia and Related Intolerance; the Post-Durban period: action and monitoring; and the 120 years since the abolition of slavery. Lastly, some challenges are formulated as to the struggle for equality and social justice.

  10. Manejo clínico da amamentação: Valoração axiológica sob a ótica da mulher-nutriz

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valdecyr Herdy Alves

    Full Text Available RESUMO Objetivo: Analisar a valoração axiológica da mulher-nutriz quanto ao manejo clínico da amamentação. Métodos: Estudo qualitativo fenomenológico, baseado na Teoria dos Valores de Max Scheler, realizado entre maio e junho de 2014 nos alojamentos conjuntos de dois hospitais universitários em Niterói/RJ e Santa Maria/RS. Participaram vinte nutrizes, sendo os dados organizados, submetidos à técnica de análise compreensiva e interpretados segundo a Teoria dos Valores e as políticas públicas específicas de aleitamento materno. Resultados: Emergiram duas unidades temáticas: O manejo clínico da amamentação e seu valor vital e A rede de saúde como apoio no cuidado à amamentação: um valor utilitário. Conclusão: O manejo da amamentação possibilita cuidados em saúde que extrapolam interesses, intenções e pontos de vista de profissionais e instituição de saúde; questões humanas e existenciais devem ser apreendidas pelas experiências racionais, atreladas àquelas do sentir da nutriz. Essa percepção propicia ressignificar a assistência centrada na mulher, na criança e na família.

  11. MULHER E MERCADO DE TRABALHO NO BRASIL: NOTAS DE UMA HISTÓRIA EM ANDAMENTO

    OpenAIRE

    dos Santos Vasconcelos, Iana

    2013-01-01

    O presente artigo aborda a inserção da mulher no mercado de trabalho no Brasil e os impactos das transformações econômicas, políticas e sociais, ocasionadas na perspectiva de compreender as novas configurações do trabalho, e especialmente a condição da mulher neste campo. Uma reflexão dessa natureza requer uma análise que contemple as estratégias de sustentação do capital, os papéis sociais atribuídos a mulheres e homens na divisão sexual do trabalho e as condições dadas à mate...

  12. Revisitando os Estudos de Gênero: Mulheres Negras e o Pensamento Científico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nathália Dothling Reis

    2017-12-01

    Full Text Available Sabemos que o feminismo foi importante na crítica à suposta objetividade da ciência. Em trabalhos como os de Donna Haraway percebemos que por trás da neutralidade científica esconde-se o Homem. Mas se nos atentamos para as experiências de mulheres negras e críticas de intelectuais negras e descoloniais, vamos ainda mais longe. Através de autoras negras e descoloniais - como Lélia Gonzalez, bell hooks, Maria Lugones, Yuderkis Miñoso - trato de mostrar como o próprio feminismo e a categoria gênero têm apagado as experiências de mulheres “outras”; das mulheres não brancas.

  13. SEXUALIDADE E RELIGIÃO: O CASO DAS MULHERES MUÇULMANAS NA FRANÇA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Janine Mossuz-Lavau

    2005-01-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.1590/S0104-026X2005000200011 O texto apresenta dados de uma pesquisa realizada com mulheres migrantes que vivem na França. O foco da pesquisa é a relação entre sexualidade e religião, no caso de mulheres vivendo em situação de precariedade. As informações sobre essa população foram recolhidas utilizando-se o método de histórias de vida. O artigo salienta a relação negativa para as mulheres entre prescrições religiosas e exercício da sexualidade, especialmente para as muçulmanas.

  14. Qualidade do sono e qualidade de vida em mulheres portadoras do HIV/AIDS

    OpenAIRE

    Priscila Craveiro Junqueira

    2008-01-01

    INTRODUÇÃO: Tem-se afirmado que os distúrbios do sono começam precocemente na doença do HIV. Avaliamos as características do sono e a Qualidade de Vida (QV) de mulheres portadoras de HIV/AIDS. MÉTODO: Realizado no Centro Corsini o grupo-estudo foi composto por 30 mulheres portadoras de HIV/AIDS, idade média 35,4 anos. O grupo-controle foi composto por 30 mulheres que desconheciam seu diagnóstico para HIV do Centro de Saúde 31 de Março. Instrumentos: Índice de Qualidade do Sono de Pittsburgh, ...

  15. A mulher e o acidente de trânsito: caracterização do evento em Maringá, Paraná Women and traffic accidents: characterization of occurrences in Maringá, Paraná

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pedro Paulo Davantel

    2009-09-01

    Full Text Available Os acidentes de trânsito são atualmente a primeira causa de mortalidade no conjunto de causas externas entre as mulheres. A mulher atual, pelas mudanças em seu papel na sociedade, vem se expondo a novos riscos. Este estudo teve como objetivo caracterizar a mulher envolvida em acidente de trânsito, assim como os eventos. Foi realizado um estudo transversal, com dados secundários obtidos nos Boletins de Ocorrência de Acidente de Trânsito - BOAT, do 4º Batalhão da Polícia Militar de Maringá, Setor de Trânsito. Os dados foram categorizados e analisados por meio de testes não-paramétricos, de correlações (Spearman e teste de independência entre as variáveis (qui-quadrado. As mulheres envolvidas em acidente de trânsito eram em sua maioria solteiras (34,0%, com idade entre 21 e 30 anos (49,0%, nível de escolaridade acima do ensino médio (58,0% e predominantemente condutoras (65,0%. Os eventos ocorreram principalmente em dias úteis e nos período da tarde e da noite. As lesões foram mais frequentes em mulheres até os 20 anos e acima dos 51. Maior envolvimento em colisões com automóveis (69,%, com grande proporção de atropelamentos (14,2%, envolveram mulheres acima dos 50 anos e com menor nível de escolaridade. Foram mais atentas ao uso de dispositivos de segurança quando casadas e com maior nível de escolaridade. Estes dados sugerem novo perfil da mulher no trânsito, devendo o acompanhamento destas características e das consequências destes acidentes serem mais constantes em pesquisas, direcionando medidas e campanhas preventivas.Today traffic accidents are the first cause of morbidity in the group of external causes among women. Modern women have changed their role, exposing themselves to new risks. So, this study had as its purpose, characterize women involved in traffic accidents and to describe these accidents. A cross-sectional survey was conducted with information obtained from the Traffic Accident Report

  16. Entre o diálogo e a (resignificação do sentido: um olhar sobre a identidade da mulher política / Between the dialogue and the (resignificance of the sense: a look at the identity of the political woman

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Fernandes Pimenta de Almeida Lima

    2010-08-01

    Full Text Available RESUMO: Este trabalho tem como objetivo compreender o movimento da construção da identidade da mulher política no Brasil. Buscamos entender o discurso, na perspectiva dos estudos bakhtinianos,observando o dialogismo na construção dos sentidos e algumas interdições e permissões discursivas mobilizadas pela mídia que caracterizam a mulher na política. Interpretar esses enunciados é entender que a linguagem pode ser vista sob o efeito da representação do feminino, que atravessa fronteiras e redefine cronologias em função da experiência histórica da mulher política. ABSTRACT: The aim of this work is to understand the movement of identity construction of the political woman in Brazil. We seek to understand the discourse under the perspective of the bakhtinian studies, observing the dialogism in the construction of meanings and some discourse interdictions and permissions mobilized by the media, which characterize the woman in politics. Interpreting these statements is to understand that the language can be seen under the effect of the representation of the feminine, which crosses borders and redefines chronologies according to the historical experience of the political woman.

  17. Relações da força muscular com indicadores de hipertrofia após 32 semanas de treinamento com pesos em mulheres na pós-menopausa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valéria Bonganha

    2010-06-01

    Full Text Available O objectivo do presente estudo foi avaliar o comportamento da força muscular e a participação dos indicadores de hipertrofia, nos ganhos de força após 32 semanas de treinamento com pesos (TP, prescrito por zona alvo de repetições máximas, em mulheres na pós-menopausa. Participaram desta pesquisa 14 mulheres saudáveis e não ativas fisicamente. O TP teve frequência semanal de três vezes, em dias alternados. A composição corporal foi mensurada pela técnica das dobras cutâneas. Os indicadores de hipertrofia foram representados pela massa magra total e regional: área muscular do braço (AMB e coxa (AMC. A força muscular foi avaliada pelo teste de uma repetição máxima nos exercícios leg press horizontal e rosca direta. Para análise estatística foi utilizado o teste de Friedman. Os resultados mostraram que a força muscular apresentou aumentos graduais e significantes durante a intervenção, que houve aumento da AMB e não houve diferença nos valores de AMC. A rosca direta mostrou forte associação com a AMB durante todos os momentos do estudo. Já o leg press pareceu estar mais efetivamente associado ao componente neural de ganhos de força, visto que a AMC não apresentou modificações significantes. Após 32 semanas de TP a força muscular aumentou significantemente, independentemente dos ganhos de massa magra.

  18. A produção escrita das mulheres negras The written production of black women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Conceição Lopes Fontoura

    2004-12-01

    Full Text Available O artigo faz uma análise dos escritos publicados por Maria Mulher – Organização de Mulheres Negras, tendo em vista atender a sua missão institucional.Inicialmente, é feita uma apresentação da forma como a organização presta informações para as mulheres, em especial, as negras, visando ao combate às discriminações sexista, de raça/etnia e de classe social dentro dos programas que desenvolve. O texto faz também referência à falta de organizações que incentivem a produção intelectual de entidades feministas negras. Finalmente, para aumentar o número de publicações das organizações de mulheres negras, o trabalho aponta para a produção de obras em conjunto, as quais abordarão temas de acordo com a vocação de cada instituição.The paper presents an analysis of the articles published for Maria Mulher Organização de Mulheres Negras, in order of taking care of its institucional mission. Initially it is made a presentation of the form that the organization gives information for the women, in special, for the blacks, in order to combat the discriminations by sex, of race/ethnic and of social class, in the programs that develops. The text also makes reference to the lack of organizations that stimulates the intellectual production of entities black feminists. Finally, the work points to the production of workmanships in order to increase the number of publications from the black women organizations, in accordance with the vocation of each institution.

  19. Mulher, saúde e trabalho no Brasil: desafios para um novo agir

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aquino Estela Maria L. de

    1995-01-01

    Full Text Available Apesar do marcante aumento da participação das mulheres no mercado de trabalho, no Brasil, persiste um desconhecimento generalizado sobre os efeitos do trabalho sobre sua saúde. Neste artigo, em revisão da literatura, pretendeu-se identificar questões teóricas e metodológicas na análise das relações entre trabalho e saúde de mulheres a partir de uma perspectiva de gênero. Assinala-se as características da inserção profissional feminina, decorrentes de seu papel na reprodução social, que resultam na necessidade de estratégias variadas de conciliação entre as atividades profissionais e as domésticas. Discute-se as implicações da inserção social das mulheres trabalhadoras para a sua saúde e a necessidade de repensar criticamente teorias e conceitos, estratégias metodológicas, fontes de informação, para dar conta da complexidade e das especificidades das condições de trabalho e de existência das mulheres. A recente atuação das mulheres sindicalistas na defesa do direito ao corpo, à saúde e à feminilidade no ambiente de trabalho não pode prescindir de um novo olhar, que se produz de modo ainda incipiente no espaço acadêmico, por inspiração do movimento social de mulheres. Nesse sentido, apontam-se os desafios para a produção do conhecimento sobre o tema, que desvendem as singularidades da realidade nacional, caracterizada pelo desemprego, o trabalho informal, os baixos salários, a fragilidade das organizações sindicais e sociais, além de relações tradicionais familiares e matrimoniais.

  20. Enxaqueca e Estresse em Mulheres no Contexto da Atenção Primária

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Leonetti Correia

    Full Text Available O presente estudo teve por objetivo verificar a associação entre enxaqueca e estresse em mulheres, assim como examinar o melhor modelo de predição da enxaqueca, considerando variáveis pessoais e do contexto ambiental. A enxaqueca foi identificada pelo Teste de Cefaleia em 75 mulheres sem antecedentes psiquiátricos. O estresse foi avaliado por meio do Inventário de Sintomas de Stress para adultos. Paralelamente, foram avaliados: eventos vitais, nível socioeconômico e características da amostra. Verificou-se que 55% das mulheres apresentaram enxaqueca e 59% sintomas de estresse. O modelo de predição identificou que o estresse foi o único preditor da enxaqueca em mulheres. Os achados mostram associação entre enxaqueca e estresse, a qual precisa ser levada em conta na assistência à saúde da mulher.

  1. Abordagem sobre trabalho artesanal em histórias de vida de mulheres

    OpenAIRE

    Silva,Márcia Alves da

    2015-01-01

    Este texto refere-se a um projeto de pesquisa em andamento, que busca investigar o processo de construção dos sentidos do trabalho feminino e sua relação com a categorização de gênero a partir das histórias de vida de mulheres artesãs e da produção artesanal produzida por cada participante. Um grupo participante é formado por mulheres artesãs pertencentes a uma cooperativa de arte e artesanato popular e o outro por discentes de ...

  2. Abordagem sobre trabalho artesanal em histórias de vida de mulheres

    OpenAIRE

    Silva, Márcia Alves da

    2015-01-01

    Este texto refere-se a um projeto de pesquisa em andamento, que busca investigar o processo de construção dos sentidos do trabalho feminino e sua relação com a categorização de gênero a partir das histórias de vida de mulheres artesãs e da produção artesanal produzida por cada participante. Um grupo participante é formado por mulheres artesãs pertencentes a uma cooperativa de arte e artesanato popular e o outro por discentes de cursos de licenciaturas da Universidade Federal de Pelotas (UFPel...

  3. Mulheres empreendedoras: o desafio da escolha do empreendedorismo e o exercício do poder

    OpenAIRE

    Jonathan,Eva G.

    2011-01-01

    Este trabalho pretende fazer uma reflexão sobre a relação das mulheres com o poder. Isto é feito embasado em uma síntese de observações realizadas em diferentes estudos sobre o empreendedorismo feminino. Tendo em vista o desafio da escolha do empreendedorismo, analisa-se as motivações das mulheres para empreender, as consequências e as dificuldades enfrentadas, além das estratégias utilizadas para lidar com as demandas vinculadas à multiplicidade dos papéis femininos. O exame das característi...

  4. Fatores associados à osteopenia e osteoporose em mulheres submetidas à densitometria óssea

    OpenAIRE

    Ana Carolina Veiga Silva; Maria Inês da Rosa; Bruna Fernandes; Suéli Lumertz; Rafaela Maria Diniz; Maria Eduarda Fernandes dos Reis Damiani

    2015-01-01

    O objetivo deste estudo foi determinar a prevalência de osteopenia e osteoporose em uma população de mulheres que fizeram exames de densitometria em uma clínica especializada no sul do Brasil. Nós conduzimos um estudo transversal, incluindo 1.871 mulheres que se submeteram à densitometria óssea entre janeiro e dezembro de 2012. Foi feita uma análise de regressão logística com todas as variáveis independentes e os desfechos (osteopenia, osteoporose e risco de fraturas). A densitometria óssea f...

  5. Violência conjugal : estudo sobre a permanência da mulher em relacionamentos abusivos

    OpenAIRE

    Marques, Tania Mendonça

    2005-01-01

    Este trabalho foi desenvolvido em duas fases. A primeira teve como objetivo caracterizar as mulheres que sofrem violência conjugal e seus parceiros agressores e determinar a prevalência das diferentes queixas, tipos de violência e incidência penal. Para cumprir a primeira etapa, foi realizado um levantamento nos arquivos da Delegacia da Mulher Adida ao Juizado Especial Criminal e do Juizado Especial Criminal de Uberlândia. Foram examinados 876 registros encontrados nos Boletins de Ocorrênc...

  6. Quotidiano de mulheres do seminário nordestino que sofreram abuso sexual no contexto familia

    OpenAIRE

    Lira, Margaret Olinda de Souza Carvalho e

    2015-01-01

    O abuso sexual contra crianças e adolescentes é um problema complexo que transgride regras morais e legais. Trata-se de uma vivência traumática que afeta o desenvolvimento emocional e traz implicações que se prolongam por toda a existência. O objeto deste estudo foi a compreensão de vivências cotidianas de abuso sexual intrafamiliar na infância e /ou adolescência de mulheres. Seu objetivo foi compreender o quotidiano de mulheres que vivenciaram o abuso sexual na infância ou adolescência no co...

  7. Quotidiano de mulheres do seminário nordestino que sofreram abuso sexual no contexto familiar

    OpenAIRE

    Lira, Margaret Olinda de Souza Carvalho e

    2015-01-01

    O abuso sexual contra crianças e adolescentes é um problema complexo que transgride regras morais e legais. Trata-se de uma vivência traumática que afeta o desenvolvimento emocional e traz implicações que se prolongam por toda a existência. O objeto deste estudo foi a compreensão de vivências cotidianas de abuso sexual intrafamiliar na infância e /ou adolescência de mulheres. Seu objetivo foi compreender o quotidiano de mulheres que vivenciaram o abuso sexual na infância ou adolescência no co...

  8. Fatores de risco para o câncer de colo do útero em mulheres reclusas

    OpenAIRE

    Anjos, Saiwori de Jesus Silva Bezerra dos; Ribeiro, Samila Gomes; Lessa, Paula Renata Amorim; Nicolau, Ana Izabel Oliveira; Vasconcelos, Camila Teixeira Moreira; Pinheiro, Ana Karina Bezerra

    2013-01-01

    Objetivou-se identificar os fatores de risco para o desenvolvimento do câncer de colo uterino em mulheres reclusas. Estudo descritivo, de corte transversal, realizado em um instituto penal feminino cearense. A seleção da amostra do estudo ocorreu de acordo com a disponibilidade de presidiárias no momento da coleta, totalizando 36 reclusas. Referente aos riscos para o câncer cervical, 16 mulheres (44,5%) eram tabagistas, 24 (70,5%) já fizeram uso do contraceptivo oral por um tempo médio de 46 ...

  9. A mulher idosa institucionalizada: Saúde mental e bem-estar espiritual

    OpenAIRE

    Rodrigues, Lia Carina Proença

    2013-01-01

    Dissertação de Mestrado em Psicologia Clínica apresentada ao ISPA - Instituto Universitário O envelhecimento é uma etapa da vida que permanece pouco conhecida e estudada, se comparada a outras fases do desenvolvimento humano. Nesta pesquisa procurou-se explorar a relação entre eventuais alterações psicológicas em mulheres idosas, e o seu bem-estar espiritual. Participaram neste estudo 30 mulheres, idosas, institucionalizadas, a quem foi aplicado o MMSE (Mini Mental State Examination) para ...

  10. A roda das Donas: a mulher negra no candomblé

    OpenAIRE

    Vanessa Soares da Silva

    2010-01-01

    O presente estudo teve como objetivo geral apresentar a vivência e a experiência das mulheres negras do candomblé, no intuito de promover uma pesquisa que contemplasse a cultura, as questões do gênero feminino e a negritude no Brasil. Para tanto, trouxemos para o interior desta pesquisa o cotidiano de um grupo de mulheres que vivenciam uma determinada religiosidade e que por ela (re) significam seus papéis sociais inspiradas pelos mitos femininos da cultura iorubá. Valendo ainda destacar que ...

  11. Mulher, cura e pajelança em Soure (Ilha do Marajó-PA).

    OpenAIRE

    Mayra Cristina Silva Faro; UEPA

    2012-01-01

    Neste trabalho pretendo apresentar alguns resultados de uma pesquisa que vem sendo realizada desde 2009 sobre a pajelança cabocla e as mulheres pajés na cidade de Soure, Ilha do Marajó/PA. Este estudo tem como objetivos analisar práticas e saberes de cura em Soure, e observar o papel da mulher no contexto religioso e simbólico da pajelança. Compreende-se pajelança cabocla como um conjunto de crenças e práticas de cura bastante difundida na Amazônia, em que encontram-se mesclados em graus vari...

  12. Cefaleia e qualidade de vida em mulheres em pós-menopausa recente e tardia

    OpenAIRE

    Melo Filho, Sidraiton Sálvio Alves de

    2012-01-01

    Analisar mulheres no climatério quanto à qualidade de vida (QV), avaliar se esta é influenciada pelo tempo de pós-menopausa e avaliar a presença de cefaleia. Métodos: Foi conduzido estudo descritivo, comparativo e transversal, com 110 mulheres na pós-menopausa, de idades entre 45 a 65 anos, atendidas em um ambulatório especializado em climatério. As participantes foram divididas em dois grupos: pós-menopausa recente (n=49 – com tempo de pós-menopausa menor que 5 anos) e pós-menopausa tardia (...

  13. Mulheres e moda: a feminilidade comunicada através das roupas

    OpenAIRE

    Neves Strey, Marlene

    2008-01-01

    Discute-se nesse trabalho como as roupas expressam o self corporal das mulheres, através de pistas culturais e historicas de como a feminilidade pode ser entendida. A moda pode servir como aliada das mulheres na sua busca de espaço no meio da cultura, no mundo do trabalho e para reconhecimento como ser humano. No entanto, a moda pode, também, constituir-se em obstáculo à expressão igualitária, limitando as possibilidades de agilidade física e/ou integração no meio social. O vestir, então, dev...

  14. Viver o amor como o desespero: a angústia e a mulher

    OpenAIRE

    Vivian Martins Ligeiro

    2010-01-01

    O presente trabalho tem como intuito investigar as possíveis implicações entre a angústia e a mulher. Nosso objetivo principal é pesquisar de que maneira a mulher experimenta a angústia e como este estado afetivo irrompe na vida psíquica feminina. Para tanto, recorremos a uma pesquisa na bibliografia psicanalítica sobre o tema, sobretudo na obra de Freud e no ensino de Lacan. Partimos da indicação daquele autor de que a angústia de castração, que se demonstra estruturante da vida psíquica do ...

  15. A vida enquanto figura e o envelhecimento enquanto fundo desejo, erotismo e sexualidade em mulheres maduras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mirela Berger

    2012-12-01

    Full Text Available O artigo é parte de minha pesquisa de pós-doutorado sobre sexualidade em mulheres idosas. O objetivo central é pensar o seguinte nó teórico: por um lado, a sexualidade tem sido alardeada como fundamental para um bom envelhecimento, por outro, torna-se um discurso normativo que associa “velhice saudável” com sexualidade, o que, além de criar a imagem de uma “idosa ideal” – aquela que tem vida sexual ativa – responsabiliza e culpabiliza as mulheres que não aderem a este modelo.

  16. Violência doméstica contra a mulher: percepções sobre violência em mulheres agredidas

    OpenAIRE

    Thaísa Belloube Borin

    2008-01-01

    A violência doméstica contra a mulher é um fenômeno mundial que não se restringe a determinada raça, classe econômica, idade ou religião. As agressões são divididas em variados tipos como: psicológicas, físicas e sexuais, porém, no relacionamento abusivo, elas acontecem de forma sobreposta. Este estudou objetivou investigar as percepções de violência em mulheres agredidas por seus parceiros, como elas justificam a violência sofrida e quais são os efeitos disso na sua vida. Suas percepções sob...

  17. Com açúcar e sem afeto: a trajetória de vida amorosa de mulheres das classes populares em Aracaju/SE With sugar and without affection: the trajectory of the loving life of women of the lower social classes in Aracaju/SE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Santana Tavares

    2010-03-01

    Full Text Available Este artigo pretende discutir as tramas e enredos erótico-amorosos de mulheres das classes populares em Aracaju (SE, a partir de uma perspectiva de gênero. Os dados foram coletados através de dez relatos biográficos. A análise revela que a cartografia amorosa das mulheres investigadas é desenhada pela extrema miséria que acompanha sua trajetória de vida. O amor, portanto, adquire corporeidade na figura daquele que sacia sua fome e de seus filhos, mesmo quando a relação com o parceiro é permeada pela infidelidade, violência doméstica, ausência de desejo e prazer sexual.This article intends to discuss the loving-erotic life development of women of the lower social classes in Aracaju/SE, under the gender perspective. The data were collected from ten biographical reports. The analysis reveals that the loving pattern of the investigated women is drawn by the extreme poverty that follows their life trajectory. Love, therefore, takes the form of the person who satisfies both her hunger and her children´s, even when the relationship with the partner is permeated by infidelity, domestic violence, absence of both desire and sexual satisfaction.

  18. Incontinência urinária entre mulheres climatéricas brasileiras: inquérito domiciliar Urinary incontinence among climateric Brazilian women: household survey

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Telma Guarisi

    2001-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Por inquérito populacional domiciliar, investigar a prevalência de incontinência urinária de esforço e os fatores a ela associados em mulheres climatéricas. MÉTODOS: Realizou-se análise secundária de dados de um inquérito populacional domiciliar sobre o climatério e a menopausa em mulheres do município de Campinas, SP, Brasil. Foram selecionadas, por meio de estudo descritivo e exploratório de corte transversal, por processo de amostragem, 456 mulheres, na faixa etária de 45 a 60 anos de idade. Exploraram-se a queixa de incontinência urinária e os fatores de risco possivelmente relacionados -- idade, estrato socioeconômico, escolaridade, cor, paridade, tabagismo, índice de massa corpórea, cirurgias ginecológicas anteriores, estado menopausal e uso de terapia de reposição hormonal. Os dados foram coletados por entrevistas domiciliares, com questionários estruturados e pré-testados, adaptados pelos autores e fornecidos pela Fundação Internacional de Saúde, pela Sociedade Internacional de Menopausa e pela Sociedade Norte-Americana de Menopausa. A análise dos dados foi realizada por razão de prevalência (IC 95%. RESULTADOS: Das mulheres entrevistadas, 35% referiram perda urinária aos esforços. Nenhum dos fatores sociodemográficos estudados se mostrou associado ao risco de incontinência urinária. Também a paridade não alterou significativamente esse risco. Outros fatores como cirurgias ginecológicas anteriores, índice de massa corpórea e tabagismo não se mostraram associados à prevalência de incontinência urinária. O estado menopausal e o uso de terapia de reposição hormonal não modificaram o risco de incontinência urinária de esforço. CONCLUSÃO: Apesar de a prevalência de incontinência urinária em mulheres climatéricas ter sido alta, não se mostrou associada aos fatores socioeconômicos e reprodutivos abordados.OBJECTIVE: To investigate the prevalence of stress urinary incontinence

  19. Mulheres, homens e matemática: uma leitura a partir dos dados do Indicador Nacional de Alfabetismo Funcional Women, men, and mathematics: a reading of data from the National Index of Functional Literacy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Celeste Reis Fernandes de Souza

    2008-12-01

    Full Text Available Este artigo tem como propósito discutir as diferenças apresentadas por mulheres e homens em práticas matemáticas cotidianas, demandadas pelos apelos ou pelas oportunidades de uma sociedade pautada na dinâmica e nos critérios da cultura escrita. Tomaremos para análise os resultados divulgados na quarta edição da pesquisa Indicador Nacional de Alfabetismo Funcional (INAF, realizada em 2004, que avaliou as condições e a eficiência da população jovem e adulta brasileira na mobilização de habilidades matemáticas na execução de tarefas do cotidiano, e na qual os resultados apresentados pela população masculina foram considerados sensivelmente superiores aos resultados apresentados pela população feminina. Apoiando-nos numa reflexão referenciada numa perspectiva foucaultiana, buscamos compreender esses resultados como articulados a um campo discursivo, marcado pela racionalidade matemática de matriz cartesiana. Analisando, nessa perspectiva, os mecanismos que contribuem para um pior desempenho das mulheres em relação aos homens em avaliações dessa natureza - voltadas para as possibilidades de dar respostas consideradas adequadas na execução de tarefas cotidianas consideradas relevantes -, nossa preocupação se volta para a identificação de mais uma instância de produção de desigualdades entre as mulheres e os homens, representada pela maior valorização (na vida social e nas avaliações de certos modos de conceber e reagir diante das demandas do cotidiano. Como educadoras, interessanos desvendar a produção das desigualdades, de maneira a desconstruir discursos que a favorecem e instaurar outras perspectivas de análise e de ação pedagógica.The purpose of this article is to discuss the differences observed between women and men in some of the daily mathematical practices made necessary by the demand and opportunities of a society based on the dynamics and criteria of written culture. We take for our analysis

  20. "Tem mulher, tem preventivo": sentidos das práticas preventivas do câncer do colo do útero entre mulheres de Salvador, Bahia, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana María Rico

    2013-09-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi compreender os significados das práticas preventivas do câncer do colo do útero entre mulheres de bairros populares de Salvador, Bahia, Brasil. Trata-se de estudo qualitativo, baseado na análise de conteúdo de entrevistas semiestruturadas com 15 mulheres entre 24 e 68 anos. Os resultados evidenciam alta valorização do Papanicolaou, que é realizado como parte de exames de rotina, sem, no entanto, sustentar-se no conhecimento biomédico sobre as suas funções. Além da acessibilidade aos serviços de saúde e da qualidade destes, outros fatores interferem na forma como essas mulheres significam a prevenção do câncer do colo do útero. Valores morais associados à sexualidade e ao gênero interferem na percepção de risco, na adoção de práticas preventivas e na interpretação dos resultados da citologia cervical. A realização continuada do Papanicolaou faz parte da construção da feminilidade, que é associada com maturidade e responsabilidade pessoal pelo cuidado de si em um contexto de medicalização do corpo feminino.

  1. As marcas de gênero no fumar feminino: uma aproximação sociológica do tabagismo em mulheres Gender signs on female smoking: a sociological approach to women’s cigarette smoking

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcia Terezinha Trotta Borges

    2009-08-01

    Full Text Available A partir de extensa revisão bibliográfica do tema tabagismo feminino, o ensaio propõe, para melhor compreensão desta questão, a adoção de referenciais conceituais das ciências sociais, em particular da categoria gênero, visando subsidiar abordagens mais integrais e abrangentes na cessação e prevenção do tabagismo em mulheres. No cenário epidemiológico do tabagismo, identificam-se três tendências - pauperização, feminização e juvenilização - que confirmam o quanto muitos dos agravos à saúde feminina estão relacionados às desigualdades sociais e de gênero. A dimensão de gênero é relacionada ao tabagismo feminino através das “patologias de protesto” femininas que, historicamente, expressam insatisfações e contradições sociais vivenciadas pelas mulheres. Conclui-se que o significado construído pelas mulheres sobre o cigarro tem forte conexão com as formas com que as relações de gênero estão organizadas na sociedade atual, assim como nas suas relações com os serviços de saúde, advogando-se a necessidade de abordagens mais amplas e integrais da saúde feminina, incluso no tabagismo.Based on an extensive review of specialized literature about woman smoking, this essay aims to promote a better understanding of this issue, proposing the adoption of Social Sciences concepts, particularly at gender category, to support more comprehensive and encompassing approaches towards prevention and health assistance of tobacco smoking women. Analyzing the epidemiologic scenario of woman smoking, three tendencies could be identified - pauperization, feminilization and juvenilization - confirming that many of women disease are related to social and gender inequalities. Gender dimension is associated to woman smoking through women’s ‘protest pathologies’ which historically express dissatisfactions and social contradictions experienced by women. The essay concludes that the meaning attributed to cigarette by women

  2. Qualidade de vida e síndrome metabólica em mulheres brasileiras: análise da correlação com a aptidão aeróbia e a força muscular

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tatiane Gomes Teixeira

    2015-08-01

    Full Text Available A síndrome metabólica (SM é definida pela presença de, ao menos três, dentre cinco fatores de risco cardiovascular: hiperglicemia, resistência à insulina, obesidade, dislipidemia e pressão arterial elevada. Embora portadores de SM apresentem baixa aptidão física e pior qualidade de vida (QV, quando comparado aos indivíduos sem SM, ainda não foram investigadas as correlações entre a aptidão física e a QV em mulheres com SM. O objetivo do presente estudo foi comparar a QV, força muscular e aptdião aeróbia, bem como analisar a correlação entre a QV e a aptidão física de mulheres com e sem SM. Participaram do estudo 49 mulheres, 21 com SM (33.5 ± 9.1 anos e 28 sem SM (32.3 ± 7.9 anos. Para avaliação da QV, aptidão aeróbia e força muscular foram utilizados, respectivamente, o questionário Short Form Health Survey 36 (SF-36, o teste de caminhada de 6 minutos (6-C e o teste de preensão manual. As mulheres com SM apresentaram pior QV, percorreram menor distância no 6-C e obtiveram menor força muscular relativa. Foi observada correlação positiva entre a aptidão aeróbia e quatro domínios da QV: capacidade funcional, limitação por aspectos físicos, dor e aspectos sociais da funcionalidade. Mulheres com SM apresentam menor de força muscular e aptidão aeróbia, bem como piores escores de QV no estado de saúde geral, capacidade funcional, dor no corpo, limitação por aspectos emocionais, aspectos sociais da funcionalidade e limitação por aspectos físicos quando comparado com mulheres sem SM.

  3. Cancro e género: estilos de coping em homens com cancro da próstata e mulheres com cancro da mama

    OpenAIRE

    Antunes, Bárbara Costa Pereira

    2006-01-01

    O objectivo deste trabalho é estudar as influências do género no processo de lidar com o cancro em homens que têm cancro da próstata e mulheres que têm cancro da mama, e comparar posteriormente os processos de coping desses homens e mulheres, com os de outros homens e mulheres com diferentes tipos de cancro. A amostra caracteriza-se por 4 grupos, constituídos por: 60 mulheres com cancro da mama (MCM), 43 mulheres com outros tipos de cancro (MOC), 55 homens com cancro da próstata (HCP) e 64 ho...

  4. Mulheres Fazem Isso? – Análise das Estratégias de Gestão do Rúgbi Feminino no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Carlos Marques

    2015-01-01

    Full Text Available Este artigo apresenta o marketing esportivo integrado à gestão do rúgbi feminino no Brasil e analisa as estratégias utilizadas para a popularização desta modalidade esportiva. A Confederação Brasileira de Rúgbi, em 2011 elaborou um planejamento estratégico com o objetivo de reestruturar a modalidade e vem utilizando conceitos de marketing esportivo para fomento do rúgbi, visando o seu crescimento, tanto em números de praticantes, como de apoiadores e torcedores. Para realização do objetivo proposto foi realizada uma pesquisa exploratória sobre o rúgbi, modalidade que estará presente nos Jogos Olímpicos de 2016. Analisam-se ainda a história da Seleção feminina de Rúgbi e as ferramentas de marketing e gestão esportiva utilizada pela Confederação. Ao final é realizado um estudo das estratégias da gestão esportiva do rúgbi feminino no Brasil, levando-se em consideração também a questão de gênero, em especial os obstáculos que as mulheres esportistas enfrentam em um esporte que está aliado à virilidade e à força masculina.

  5. PERFIL DE LÍPEDES E LIPOPROTEÍNAS PLASMÁTICAS EM MULHERES SEDENTÁRIAS SUBMETIDAS A UM PROGRAMA DE ATIVIDADE FÍSICA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ellen Cristini Faria ARAÚJO

    2009-07-01

    Full Text Available

    Estudos anteriores têm demonstrado que o exercício físico regular melhora a capacidade corpórea funcional e diminui os riscos associados com a doença cardíaca coronariana e a aterosclerose. Neste estudo foi investigado o perfil de lípides e lipoproteinas em 30 mulheres adultas de meia-idade e sedentárias, que participaram de um programa de exercicio moderado de resistência durante 10 semanas. Foi observado que o programa de atividade física melhorou significativamente a capacidade aeróbia e o perfil dos lípides, medidos pelo aumento do limiar anaeróbio (46,4% e pela redução do colesterol sérico (-10,2%, do colesterol de LDL (-16% e da apolipoproteina B (-9,3%. Esses resultados são indicativos do efeito favorável do exercício sobre a diminuição do risco cardiovascular.

  6. Mulheres no cárcere: significados e práticas cotidianas de enfrentamento com ênfase na resiliência

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gigliola Marcos Bernardo de Lima

    Full Text Available Este estudo se propõe a conhecer os significados do encarceramento, bem como as estratégias de enfrentamento com ênfase na resiliência. A metodologia baseia-se na abordagem qualitativa à luz da técnica de História Oral Temática. As falas revelam a prisão enquanto processo de 'mutilação do eu'. A morte civil, a substituição do convívio familiar, o vazio de ordem emocional e material, e a ausência da autonomia caracterizam o significado do cárcere. As estratégias de enfrentamento com resiliência dentro do cotidiano prisional foram a fé, o amor aos filhos, o trabalho, a música e a espera pela liberdade. É preciso que a prisão se comporte para além do caráter punitivo e proporcione cuidados especializados à mulher encarcerada.

  7. Identidade de gênero: a representação da mulher na Revista Vida e Saúde durante a Segunda Guerra Mundial (1940-1945

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Débora Maria Soares

    2015-06-01

    Full Text Available Este artigo tem como objetivo a análise da representação da mulher adventista durante os anos da Segunda Guerra Mundial (1940-1945 na Revista Vida e Saúde, período destacado por intensas mudanças sociais e mundiais. Pela diversidade de assuntos retratados sobre o universo feminino, destaca-se a seçãoPágina da Dona de Casa que aborda a atuação feminina na relação mãe-esposadona de casa além de constituir-se um relato das práticas domésticas da metade do século XX. A linha editorial do periódico é embasada na cosmovisão da denominação dentro de um projeto proselitista o que nos permite analisar o ideal feminino adventista para a sociedade.

  8. Representações Sociais de Mulher Cigana entre População Não-Cigana Brasileira e Italiana: Ancoragem Psicológica e Social

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariana Bonomo

    2018-03-01

    Full Text Available RESUMO Referenciados pela abordagem não consensual da Teoria das Representações Sociais, objetivou-se investigar os processos de ancoragem psicológica e social frente às representações sociais de mulher cigana, o que permite analisar a modulação dos objetos sociais a partir do posicionamento interindividual e das experiências compartilhadas pelos sujeitos da representação segundo seu contexto sociocultural de inserção. Participaram do estudo 643 sujeitos não ciganos, brasileiros e italianos, com idade média de 22,81 anos (DP=5,73. Aplicando a análise de correspondência lexical, o processo de ancoragem psicológica indicou a formulação de oito clusters, que caracterizam diferentes representações, segundo as dimensões: mágico-religiosa, maternidade e cuidado com o grupo-família, exclusão social e figuras do feminino. Por meio da análise do processo de ancoragem social, verificou-se que variáveis como contato, sexo e nacionalidade atuam na modulação dessas diferentes representações sobre o objeto, produzindo ambiguidades que, historicamente, têm orientado processos de discriminação contra grupos ciganos.

  9. A violência contra a mulher na perspectiva de policiais militares: espaço para a promoção da saúde = The violence against women from the perspective of police officers: a gap to health promotion

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marisa Signori

    2007-01-01

    Full Text Available Trata-se de uma pesquisa qualitativa desenvolvida na cidade de Concórdia, Estado de Santa Catarina, com 10 policiais militares e com o objetivo de analisar a concepção de violência contra a mulher na perspectiva dos mesmos. Os dados foram coletados através de entrevista semi-estruturada e analisados com a técnica do Discurso doSujeito Coletivo – DSC. Os discursos expressam os motivos da violência, a concepção dos policiais sobre ela e por que a mulher não denuncia o agressor. O álcool é apontado como o principal motivo da violência, bem como a cultura machista e o descumprimento dasobrigações femininas pela mulher. A análise revela que a mulher não denuncia a violência sofrida principalmente por dependência financeira, medo de sofrer nova violência, vergonha e esperança que o companheiro mude de atitude. Família e violência ainda permanecemcomo questões de âmbito privado.This qualitative research was developed at Concórdia, state of Santa Catarina, Brazil, with 10 police officers. It aimed to analyze the conception of violence against women from their perspective. The data was collected through a semi-structured interview and analyzed with the Collective Subject Speech technique – DSC. The speeches expressed the reasons of violence, the participants’ conception of it and why women do not denounce the aggressor. The alcohol, the male chauvinist culture and the non-execution of female obligations were pointed out as reasons to violence. Data analysis revealed that women do not denounce mainly because of financial dependence, fear of suffering more violence, for being ashamed and for hope in the partners’ change of attitude. Family and violence still remain considered as private issues.

  10. Violência sexual: procedimentos indicados e seus resultados no atendimento de urgência de mulheres vítimas de estupro Sexual violence: recommended procedures and results of emergency care for women victims of rape

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aníbal Faúndes

    2006-02-01

    Full Text Available Violência sexual contra a mulher é uma das expressões da violência baseada no gênero, que tem como origem o desequilíbrio de poder existente entre homens e mulheres, com maior ou menor intensidade, em todos os países do mundo. Atualmente é reconhecida como um problema de direitos humanos pela ONU, incluindo a violência emocional, física e sexual. A prevalência de violência sexual é muito difícil de determinar, mas provavelmente afeta pelo menos um terço das mulheres alguma vez na vida. Tem variadas conseqüências sobre a saúde física, mental e ginecológica da mulher, as que dependem em grande parte do atendimento recebido logo após a violência. Infelizmente, a maior parte dos serviços de emergência não estão preparados para prestar atendimento adequado. O atendimento deve ser multidisciplinar e incluir anamnese e exame clínico cuidadosos utilizando exames laboratoriais, tratamento das lesões físicas e da crise emocional, prevenção da gravidez e de doenças de transmissão sexual, incluídos HIV/AIDS e com seguimento de pelo menos seis meses.Gender-based violence is related to the power imbalance between men and women that is present, to a greater or lesser degree, in all societies. It was recognized as a human rights problem by the UN relatively recently. It includes emotional, physical and sexual violence. Sexual violence is the extreme form of gender violence, usually accompanied by the other types of violence. Its prevalence is difficult to determine, but it most probably affects at least one third of women some time in their life. It has multiple consequences to women's physical and gynecological health, which depends in great part on the quality of the care the woman received immediately after the assault. Unfortunately, most emergency health services, including those in women's hospitals, are rarely prepared to provide the correct care for these women. Care should be multidisciplinary and involves crisis

  11. Comparação dos leucogramas de mulheres menopausadas portadoras de osteoporose com os valores referencias no Estado de São Paulo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Victor Dias Bergamasco

    2008-09-01

    Full Text Available A determinação dos valores leucocitários em amostra de sangue é exame laboratorial simples e bastante freqüente na prática médica. Alterações nas contagens global e específica correlacionam-se com várias situações clínicas. Este trabalho tem como objetivo a comparação dos valores leucocitários (global e diferencial encontrados em uma população de mulheres pós-menopausadas e portadoras de osteoporose, na cidade de Sorocaba, com os valores de referência considerados padrão, para verificar a existência de correlação entre os valores encontrados e as condições clínicas apresentadas pelas pacientes. Foram analisados 227 prontuários (189 mulheres brancas e 38 mulheres negras, pertencentes a um serviço médico particular na cidade de Sorocaba. Os valores registrados foram comparados aos valores padronizados como referência de normalidade pelo laboratório AFIP. Os dados obtidos foram tabulados e calculou-se a média e desvio-padrão e o intervalo de 95% de confiança dos valores dos leucogramas global e diferencial. Estes resultados situaram-se dentro dos limites de normalidade, tanto para as mulheres de raça branca quanto para as de raça negra, não se observando correlação entre a condição clínica destas pacientes com os valores leucocitários. Descritores: leucograma, menopausa, osteoporose. ABSTRACT The white cell count in blood samples is a simple and frequent procedure in medical practice. Global and differential deviations correlate to several clinical conditions. The objective of this paper is to compare white cell count (global and differential found in a population of post-menopausal women and with osteoporosis living in Sorocaba city to those considered standard reference in order to establish a possible correlation between the real counts and the clinical conditions shown by patients. Analysis was done on 227 patient records (189 white women and 38 black women from a city private medical service data

  12. Violence against women: theoretical reflections Violencia contra mujeres: reflexiones teóricas Violência contra mulheres: reflexões teóricas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leticia Casique Casique

    2006-12-01

    ência física, violência psicológica, violência sexual, violência econômica e violência no trabalho. A violência sofrida pela mulher por parte de seu companheiro intimo pode ser analisada através do Modelo Ecológico, que explica a estreita relação entre o indivíduo e seu entorno. Concluiu-se que é importante analisar os fatores que influem no comportamento das pessoas frente à violência para se estabelecer programas de ajuda.

  13. Motivos de rejeição aos métodos contraceptivos reversíveis em mulheres esterilizadas Reasons why sterilized women refused reversive contraceptive methods

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marta Lucia de Oliveira Carvalho

    2005-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar as representações sobre os métodos contraceptivos que poderiam ser alternativas à esterilização, para um grupo de mulheres esterilizadas, visando a entender os motivos de rejeição a esses métodos. MÉTODOS: Trata-se de trabalho descritivo, qualitativo, cuja população estudada foi constituída por 31 mulheres esterilizadas, aleatoriamente selecionadas da listagem de pacientes atendidas pelo Programa de Planejamento Familiar de um ambulatório de um hospital universitário. As informações foram obtidas das mulheres estudadas por meio de entrevistas semi-estruturadas. As transcrições foram analisadas segundo o método de Análise de Conteúdo. RESULTADOS: A rejeição aos métodos contraceptivos esteve baseada em representações resultantes de informações técnicas recebidas em serviços de saúde, de vivências anteriores com esses métodos ou de informações recebidas do meio social. A rejeição aos métodos hormonais e DIU baseou-se principalmente em representações de baixa inocuidade; os métodos comportamentais (Tabela, Billings foram rejeitados por representações de baixa eficácia; os métodos de barreira (diafragma e camisinha, por dificuldades no uso desses métodos relacionados a padrões culturais de exercício da sexualidade e representações de baixa eficácia. CONCLUSÕES: A opção pela esterilização feminina pode ser indicativa de rejeição às alternativas contraceptivas oferecidas pelos serviços de saúde. Os profissionais da área de saúde reprodutiva devem aprofundar seu conhecimento sobre os fatores pessoais, socioeconômicos e culturais que podem influenciar as mulheres na procura por um método contraceptivo que assegure maior controle de sua própria fecundidade.OBJECTIVE: To identify the representations of contraceptive methods within a group of sterilized women, aiming at understanding the reasons why they refused those methods. METHODS: A descriptive qualitative study

  14. Mulheres usuárias de álcool: análise qualitativa Alcohol consumption among women: a qualitative analysis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria do Perpétuo S S Nóbrega

    2005-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Conhecer a história de vida da mulher usuária de álcool, inserida em tratamento especializado para dependência química, auto-referida. MÉTODOS: Pesquisa qualitativa, utilizando como estratégia metodológica a "história de vida", realizada no período de maio a agosto de 2000. Participaram do estudo 13 mulheres em tratamento em ambulatório especializado de tratamento e pesquisa em álcool e drogas devido ao consumo alcoólico. Optou-se por uma abordagem focalizada/ temática do momento vivenciado pelas mulheres estudadas. Foram realizadas entrevistas semi-estruturadas e gravadas para a Análise de Conteúdo. RESULTADOS: As leituras das entrevistas transcritas permitiram identificar as seguintes categorias: 1 Trabalho e lazer antes do uso nocivo e a dependência ao álcool; 2 Perda do controle sobre a bebida e o surgimento de comprometimentos clínicos, sociais e familiares; 3 Percepção dos prejuízos e a busca de tratamento especializado; 4 Necessidade de voltar a acreditar em si mesma; 5 Acolhimento e respeito ao tratamento especializado e; 6 (Reaprendendo a viver: lidando com a dependência. CONCLUSÕES: A mulher usuária de álcool necessita de atenção especial por parte dos profissionais de saúde e familiares, sobretudo no que se refere aos aspectos emocionais, aos comprometimentos clínicos e a promoção da auto-estima. Esse conjunto de atenções possibilitam o resgate da cidadania, objetivando melhor continuidade do processo de recuperação.OBJECTIVE: To assess life histories of alcohol consumption among women in specialized treatment center for alcohol dependency. METHODS: A qualitative study using a life-history approach was carried out in a sample comprising 13 women being treated in an alcohol and drug treatment and research outpatient clinic from May to August 2000. A focused/theme approach of their experience was used. Thirteen semi-structured interviews were performed and recorded for content analysis

  15. Cytotec e aborto: a polícia, os vendedores e as mulheres Cytotec and abortion: the police, the vendors and women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Debora Diniz

    2012-07-01

    Full Text Available Este artigo analisa o comércio ilegal do medicamento abortivo misoprostol no Brasil, com base no estudo de dez casos que alcançaram o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios entre 2004 e 2010. Os dados foram assim organizados: 1. história das mulheres; 2. perfil dos vendedores; 3. casos de morte materna. Os resultados mostram que: 1. mulheres jovens, em relacionamento afetivo, fazem uso doméstico do misoprostol sozinhas ou com auxílio dos vendedores. Das sete mulheres indiciadas, três foram denunciadas ao chegar ao hospital público para finalização do aborto; 2. os vendedores são funcionários de farmácias e referências locais para o comércio do misoprostol. Eles informam as mulheres sobre uso do medicamento e prevenção de infecções, mas se recusam a socorrê-las em caso de emergência. Os traficantes atuam pela internet e possuem um estoque mais amplo de medicamentos; 3. houve duas mortes maternas por métodos invasivos combinados ao misoprostol. As principais causas de óbito são a demora em buscar auxílio médico por medo de denúncia policial e o uso combinado do misoprostol com métodos de alto risco.This paper analyzes the illegal trade in misoprostol, the medication predominantly used for abortion in Brazil. The study analyzed ten cases that came to the attention of the Public Prosecution Service for the Federal District between 2004 and 2010. The cases were organized into three categories: 1. women's stories; 2. profile of the vendors; 3. maternal mortality cases. The research was reviewed by an ethics committee. The main outcomes were: 1. young women in steady relationships use misoprostol in the home or with the assistance of drug vendors. Of the seven women indicted, three were reported on arrival at the public hospital to finalize abortion; 2. the drug vendors work at the community drugstore and are local agents for the sale of misoprostol. They instruct women on how to use the drug and how to

  16. A PERDA DE URINA É INFLUENCIADA PELA MODALIDADE ESPORTIVA OU PELA CARGA DE TREINO? UMA REVISÃO SISTEMÁTICA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lethycya Adriane Martins

    Full Text Available RESUMO Atualmente, diversos estudos relatam incontinência urinária (IU entre mulheres jovens nulíparas e fisicamente ativas. Contudo, alguns investigam a prevalência da IU de acordo com as modalidades esportivas, enquanto outros investigam a carga de treino. A finalidade do presente estudo foi verificar se a modalidade esportiva é mais determinante na prevalência de IU do que a carga de treino entre mulheres jovens nulíparas. Para esta revisão sistemática, três revisores independentes realizaram uma busca de publicações originais nas bases de dados PubMed, LILACS e SciELO, entre 1994 e 2015. Foram utilizadas como estratégia de busca as palavras-chave: urinary incontinence AND (physical activity OR women OR nulliparous OR athletes, registradas na MeSH e no DeCS. Foram incluídos apenas estudos originais publicados nas línguas português, inglês e espanhol, que verificaram a IU em mulheres nulíparas, atletas ou praticantes de atividade física. Foram selecionados 873 estudos, mas somente dez artigos satisfizeram os critérios de inclusão e exclusão. Todos os artigos foram do tipo transversal, dos quais quatro relacionaram a IU com as modalidades esportivas, cinco verificaram a carga de treino com a perda de urina e um estudo verificou ambos os aspectos. Foi encontrada uma alta taxa de prevalência de IU entre atletas. Parece haver evidência de que as atividades que exigem salto, aterrissagem longa e corrida são as mais propensas a provocar perda de urina. Além disso, a maior carga de treino parece estar associada com a quantidade de urina perdida. Esta revisão evidencia as altas taxas de IU em praticantes de grandes cargas de treinamento associadas a esportes com salto, especialmente entre atletas. Contudo, ainda não há resposta para qual fator esportivo é mais determinante para a perda de urina entre mulheres nulíparas.

  17. Homens apenados e mulheres presas: estudo sobre mulheres de presos Convicted men and imprisoned women: a study on the wives of prisoners

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristian Fabiano Guimarães

    2006-12-01

    Full Text Available Esta pesquisa teve por objetivo conhecer as mulheres de um grupo de apenados e identificar as discriminações que elas sofrem, incluindo as de gênero. Buscamos identificar os possíveis estigmas relacionados à situação de aprisionamento e as estratégias de resistência utilizadas por estas mulheres no cotidiano. A metodologia da pesquisa é qualitativa e as informações foram obtidas por meio de observação participante e de grupos focais com mulheres de presos albergados em um presídio de uma cidade da Região Metropolitana de Porto Alegre-RS, em regime semi-aberto. As mulheres dos apenados se submetem a situações de controle, baseadas nos sistemas de dominação de classe e de gênero. O estigma em relação a este grupo social apareceu nas entrelinhas dos depoimentos, porém as mulheres resistem ativamente às violências, apoiando-se em redes de parentesco e de vizinhança. A precariedade de redes de apoio social e a falta de informação e acesso ao mercado de trabalho contribuem para a marginalização do apenado e de sua família, deixando clara a importância de estudos que busquem a inclusão deste grupo social.The objective of this research was to know the wives of a group of convicted men, serving their time partially at home, and to identify the discriminations they had to go through, including those of gender. We searched to identify the possible labeling for having a convicted relative and the strategies of resistance that these women use in everyday life. The research method is qualitative and information was obtained by means of participation-observation and focal groups with the wives of convicts in a prison facility in the metropolitan region of Porto Alegre, RS, in a semi-open regime. The wives of convicts submit themselves to situations of control, based on the systems of class and gender domination. From our analysis, the labeling in relation to this social group was found in-between the lines, in other words

  18. "Mulheres agricultoras" e "mulheres camponesas": lutas de gênero, identidades políticas e subjetividades "Women farmers" and "rural women": gender struggles, political identities and subjectivities

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giovana Ilka Jacinto Salvaro

    2013-01-01

    Full Text Available Neste artigo, buscamos tecer considerações sobre sujeitos e subjetividades na construção das identidades políticas "mulheres agricultoras" e "mulheres camponesas", analisadas em pesquisa sobre um movimento rural de mulheres no período de 2006-2010. A pesquisa utilizou o modelo etnográfico, com a realização de entrevistas, o acompanhamento e observação de atividades. Foram também analisados documentos, produzidos no período de 1994-2008. Nessa investigação foi necessário lidar com uma mudança política importante ocorrida em 2004: a unificação de diferentes movimentos rurais autônomos de mulheres e a criação de um movimento nacional. Na região estudada, tal unificação foi recusada por algumas das mulheres e aceita por outras, demonstrando jogos de força, produção de sujeitos e subjetividades. As posições identitárias mobilizadas acionaram/acionam discursos que se aproximam de concepções feministas essencialistas, mas indicam também estratégias de lutas, em que a afirmação da diferença é condição para a própria ação política.In this article, we seek comment on subjects and subjectivities in the construction of political identities, "women farmers" and "rural women", analyzed in research on a social movement of rural women in the period 2006-2010. The research used the ethnographic model, with interviews, monitoring and observation activities. We also analyzed documents produced by the movement t in the period 1994-2008. In this investigation it was necessary to deal with a major policy change occurred in 2004: the unification of different movements and rural self-employed women and the creation of a national movement. In the study area, this unification was rejected by some women and accepted by others, showing rough games, production of subjects and subjectivities. The identity positions triggered mobilized/trigger speeches approaching feminist essentialist conceptions, but also indicate strategies of

  19. Violência Contra a Mulher: fatos e contextos de boletins de ocorrências.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cibelle Tiphane de Sousa COSTA

    2015-02-01

    Full Text Available A violência contra a mulher é realidade crescente no Brasil. Este estudo tem o objetivo de analisar os contextos e fatos envolvidos nos boletins de ocorrências de mulheres vítimas de violência na Delegacia de Defesa da Mulher do Município de Sobral - Ceará no ano de 2009. A pesquisa é Documental, retrospectiva e de corte transversal, com abordagem quantitativa; realizada a partir dos boletins de ocorrência (BO das denúncias de mulheres vítimas de violência. Os dados foram processados pelos Programas Excel e SPSS-13. Nos resultados observou-se que as principais vítimas de violência têm de 31 a 40 anos, ensino fundamental incompleto e cerca de dois filhos. Estas apresentavam união estável com o agressor no momento da agressão, que na maioria se deu pelo uso de álcool pelo agressor. A violência psicológica constitui a maioria, 84% dos casos, seguida da física, 57,5%. Concluímos que a detecção de casos, seu acolhimento e resposta do serviço requer especificidade de abordagem para que esta violência possa emergir para além da denuncia.

  20. O consumo de pornografia na internet numa amostra de mulheres Portuguesas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria João Gaspar

    2012-07-01

    Full Text Available Objetivo: Analisar e identificar alguns comportamentos sexuais relacionados com o consumo de pornografia online numa amostra de mulheres portuguesas. Método: Neste websurvey participaram 216 mulheres (Média de idade = 27,89; DP = 6,40; máx. = 58; mín. = 18 respondendo a um questionário online acerca do seu consumo de pornografia online e comportamentos sexuais associados. O estudo foi divulgado através do método snowball via e-mail e em diversos chatrooms em diferentes horas do dia e da noite. Resultados: 56,9% das mulheres já visitou sites pornográficos e 7% gasta mais de 6 horas por semana nesta atividade. Entretenimento, curiosidade e obtenção de excitação sexual são as principais motivações para este comportamento. Os resultados revelam ainda uma enorme diversidade de conteúdos pornográficos procurados. Conclusão: Este estudo mostra que a Internet pode ser uma ferramenta usada por algumas mulheres para o consumo de pornografia, com uma diversidade de objetivos e de conteúdos, e permite a identificação de alguns tópicos para futura investigação.

  1. Mulheres e sociedade no decênio farroupilha = Women and society in the farroupilha decennary

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Becher, Paula Rochele Silveira

    2014-01-01

    Full Text Available A aparição dos enfoques historiográficos que formam a história das mulheres e/ou das relações de gênero vem trazendo mudanças muito importantes para a historiografia, seja em aspectos culturais ou nas relações dos atores sociais com o poder. Neste sentido, percebendo a necessidade de aprofundar o conhecimento histórico acerca desta temática, buscamos neste trabalho compreender e refletir acerca de algumas formas de articulação utilizadas por mulheres dentro da sociedade oitocentista do período farroupilha (1835-1845, na província de São Pedro do Rio Grande do Sul. Como objeto de estudo, detemo-nos sobre a figura de três mulheres que estavam inseridas na elite farroupilha do período: Bernardina Barcelos de Almeida, Maria Angélica da Fontoura Corte Real e Candida Olinda de Freitas. A partir do estudo realizado, que contou com levantamento de dados e análise bibliográfica e documental, procuramos demonstrar que as atitudes destas mulheres estavam diretamente inseridas nas intrincadas e complexas disputas pelo poder que ocorriam nos diversos âmbitos da sociedade, e que, assim sendo, suas ações interferiram diretamente nestas disputas, fossem elas ligadas à situação da guerra ou para além dela

  2. Perspectivas feministas africanas e organizações de mulheres em Moçambique

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vera Fátima Gasparetto

    2017-02-01

    Full Text Available CASIMIRO, Isabel. Paz na Terra, Guerra em Casa: feminismos e organizações de mulheres em Moçambique. Série Brasil & África-Coleção Pesquisas 1, Pernambuco: Editora da UFPE: 2014, 376p.

  3. Valores Pessoais das Mulheres Empresárias: Aplicação da Escala LOV

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ivana Carneiro Almeida

    2010-12-01

    Full Text Available O papel dos valores pessoais como padrões ou critérios que influenciam as escolhas dos indivíduos sugere o relacionamento dos valores com o comportamento. Com base neste entendimento, o conceito de valores humanos tem sido utilizado nas ciências sociais para entender diversos assuntos como o uso de mídia, comportamento religioso e político, as preferências e o comportamento do consumidor. Baseado nesta perspectiva, este estudo tem como objetivo analisar os valores das mulheres empresárias tendo como base a escala List of Values – LOV (Kahle et al., 1986. A administração da escala a uma amostra de mulheres empresárias permitiu verificar que os valores “Diversão”, “Sentido de realização” e “Respeito Próprio” foram aqueles que mereceram classificações mais altas. Através da analise de componentes principais extraíram três dimensões da escala: “Valores individuais” e “Valores Coletivos”. Sendo que o valor “Senso de Realização” a maioria das mulheres identifica como o muito importante. Portanto, o grupo de mulheres empresárias atribuiu diferentes graus de importância aos valores pessoais como guias de conduta em suas vidas. DOI: 10.5585/remark.v9i3.2181

  4. Mulheres da "Zona Grande": negociando identidade, trabalho e território

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Gonzaga Jayme

    Full Text Available Em Belo Horizonte, desde o começo do século XX, um quadrilátero localizado no centro da cidade, entre a estação de trem e a rodoviária, tem abrigado uma zona de baixo meretrício, a chamada zona grande. Atualmente, funcionam na região em torno de vinte hotéis, onde cerca de 2 mil mulheres atendem a seus clientes. Este artigo discute a relação entre identidade, trabalho sexual e território entre as mulheres dessa zona grande. Busca-se refletir também em que medida a construção de uma identidade profissional, de trabalhadoras do sexo, poderia contribuir para o empoderamento dessas mulheres, favorecendo uma organização que as habilite a reivindicar, entre outras questões, a sua permanência nesse local. Essa é uma região visada por políticas de intervenção urbana que buscam "higienizar" a área, retirando dali os hotéis e as pensões onde trabalham essas mulheres. A ideia, então, é incorporar à discussão de identidade a relação com o território.

  5. Muscle strength of the pelvic floor among young and climateric continent women Força muscular do assoalho pélvico entre mulheres continentes jovens e climatéricas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paula Bueno de Arruda

    2010-10-01

    . O objetivo deste estudo foi verificar a força muscular do assoalho pélvico entre mulheres saudáveis jovens e climatéricas, buscando identificar as alterações existentes nesta musculatura. O estudo foi composto por 49 mulheres dividas em dois grupos: Grupo 1 composto por mulheres (N=24 com média de idade de 29,33 anos e o grupo 2 composto por mulheres (N=25 com média de idade de 51,8 anos, submetidas a avaliação da força muscular do assoalho pélvico por meio de palpação bidigital e perineometria. O presente estudo não identificou diferenças significativas da força de pressão muscular do assoalho pélvico pela perineometria entre os grupos estudados. Na avaliação pela palpação bidigital, notou-se uma capacidade maior de contração voluntária e sustentação desta contração nas mulheres com faixa etária entre 25 a 35 anos.

  6. Fatores psicossociais e a infecção por HIV em mulheres, Maringá, PR Psychosocial aspects of HIV infection among women in Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rozilda Neves Alves

    2002-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a percepção do risco de infecção em mulheres infectadas pelo HIV, antes de elas receberem o resultado positivo para essa patologia. MÉTODOS: Estudo exploratório com entrevistas em profundidade em amostra de conveniência constituída de 26 mulheres que freqüentavam o ambulatório de um centro regional de saúde em Maringá, PR. A entrevista foi semidirigida com um roteiro de perguntas fechadas e abertas sobre características sociodemográficos, conhecimento sobre prevenção primária e secundária, percepção de risco antes do teste positivo para HIV, impacto do resultado em suas vidas -- inclusive a sexual -- depois de saberem ser portadoras do vírus. Os resultados foram analisados pela metodologia de análise de conteúdo. RESULTADOS: Apesar de ter consciência de que essa doença pode atingir qualquer um, nenhuma das 26 mulheres estudadas acreditava estar infectada pelo HIV/Aids. Os mecanismos psicológicos, "negação", "evitação", "onipotência do pensamento" e "projeção" foram os que puderam ser identificados como aqueles que as mulheres mais utilizaram para lidar com as dificuldades e as ansiedades decorrentes da percepção de risco e das normas e relações de gêneros hegemônicas presentes na cultura brasileira. Verificou-se que, se o uso desses mecanismos alivia a angústia, por outro lado aumenta a vulnerabilidade das mulheres. Elas se sentem incapazes de atuar, e muitas mantêm relações sexuais desprotegidas com os parceiros, expondo-se à gravidez indesejada e à reinfecção. CONCLUSÕES: Os programas de prevenção do HIV devem considerar também aspectos psicológicos, socioeconômicos e culturais que interferem na vulnerabilidade das mulheres, antes e depois da infecção. Para haver maior alcance de suas ações, os programas devem ir além da distribuição massiva de informações e usar abordagens psicoeducativas em pequenos grupos que estimulem a conscientização das mulheres para al

  7. Menina mulher da pele preta - projeto de série televisiva que discute questões de gênero e raça ligados a mulher negra

    OpenAIRE

    Renato Candido de Lima

    2011-01-01

    Esta dissertação em mestrado consiste na construção dramatúrgica de um projeto de série televisiva que dialoga questões de gênero e raça atrelados a representação da pessoa negra no audiovisual brasileiro. \\"Menina Mulher da Pele Preta\\" é o nome desta série e ela desenvolve cinco histórias de cinco mulheres negras protagonistas de diferentes idades com suas cinco diferentes realidades sociais e contextos. Seu título dialoga com a música \\"Essa Menina Mulher da Pele Preta\\" composta pelo cant...

  8. Efeito do raloxifeno sobre a densidade mamográfica em mulheres na pós-menopausa Effect of treatment with raloxifene on mammographic breast density in postmenopausa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiane Donida Silverio

    2007-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar a densidade mamográfica (DM de mulheres na pós-menopausa submetidas ao tratamento com raloxifeno. MÉTODOS: em estudo aberto prospectivo, não randomizado, avaliaram-se 80 mulheres (média de idade=61,1 anos. Quarenta pacientes receberam 60 mg/dia de raloxifeno e 40 mulheres compuseram o grupo não tratado (controle, pareadas pela idade e tempo de menopausa. O grupo tratado foi composto por pacientes com osteoporose da coluna lombar. Foram excluídas aquelas com história de cirurgia mamária e usuárias de terapia hormonal (TH até seis meses prévios. A DM foi avaliada de forma qualitativa (subjetiva e quantitativa (objetiva em dois momentos: inicial e após seis meses de seguimento. As 320 mamografias (crânio-caudal e oblíqua foram interpretadas qualitativamente pela classificação do Breast Imaging Reporting and Data System (BI-RADS e quantitativamente pela digitalização computadorizada da imagem. Para análise estatística empregaram-se os testes t, Wilcoxon Mann-Whitney, correlação de Spearman e teste de concordância de kappa. RESULTADOS: na comparação estatística inicial, os grupos foram homogêneos para todas as variáveis analisadas (idade, tempo de menopausa, paridade, amamentação, TH prévia e índice de massa corpórea. Na DM inicial, pelos métodos qualitativo e quantitativo, houve correlação negativa com a idade, em ambos os grupos (p0,05. Observou-se fraco valor de concordância (kappa=0,25 entre a classificação de BI-RADS e a digitalização da imagem. CONCLUSÕES: mulheres na pós-menopausa com osteoporose, submetidas ao tratamento com raloxifeno por seis meses, não apresentaram alterações no padrão de DM.PURPOSE: to evaluate changes in mammographic breast density in postmenopausal women using raloxifene. METHODS: in this clinical trial, 80 women (mean age=61.1 years were studied prospectively. Forty patients received 60 mg/day raloxifene, and 40 women comprised the non-treated group

  9. Pela Primeira Vez, e suas Complicações Sintático-Semânticas Pela primeira vez, and its Syntactic-semantic.complications

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rodolfo ILARI

    1998-01-01

    Full Text Available Reflete-se neste texto sobre a expressão "pela primeira vez" e as ambigüidades que sua ocorrência gera em sentenças como "Ana e Juliana tocaram juntas pela primeira vez em Campinas no concerto de Natal de 1955". Atribui-se à expressão o papel de discutir prioridade cronológica a um evento entre outros de um mesmo tipo, e especula-se sobre as condições em que os diferentes adjuntos podem ser tomados como um dos elementos que definem o tipo de evento em questão. A reflexão que constitui o artigo é um pequeno fragmento de uma gramática de eventos, que por sua vez é parte da aspectologia, área de investigação que o Professor Ataliba T. de Castilho trilhou... pela primeira vez no Brasil há cerca de três décadas.In this paper I concern myself with the Portuguese expression "pela primeira vez"(= Engl. "for the first time" and with the ambiguities that its occurrence entails in sentences as "Ana e Juliana tocaram juntas pela primeira vez em Campinas no concerto de Natal de 1955" (=Ana and Juliana performed together for the first time in Campinas during the 1955 Christmas Concerto" Claming that "pela primeira vez" assigns precedence in time to a particular event among others of the same type, I speculate on the conditions in which different PPs belonging to the same sentence are taken as defining the relevant type of events. The reflections in this paper are intended to be a tiny fragment of the semantics of events, which is itself a part of aspectology.- an area of linguistic research that Professor De Castilho investigated...for the first time in Brazil three decades ago.

  10. O tabagismo e a mulher: riscos, impactos e desafios Women and smoking: risks, impacts, and challenges

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elisa Maria Siqueira Lombardi

    2011-02-01

    Full Text Available O tabagismo entre as mulheres tem cada vez mais merecido destaque devido ao aumento (ou da redução menos acentuada de sua prevalência em comparação com aquela dos homens, bem como devido a especificidades dos efeitos do tabagismo na saúde da mulher. Em 2010, a Organização Mundial da Saúde elegeu para o "Dia Mundial sem Tabaco" o tema "Gênero e tabaco com ênfase na propaganda voltada para a mulher", com o objetivo de estimular políticas de combate às estratégias de marketing da indústria do tabaco e conter a epidemia de tabagismo entre as mulheres. O presente artigo discorre sobre as características do tabagismo na mulher, abordando fatores como prevalência, dependência, a atuação da indústria, riscos à saúde, abordagens à cessação do tabagismo e estratégias de tratamento e prevenção.Smoking among women has drawn increasing attention because of the increase (or less pronounced decrease in its prevalence when compared with that observed for men, as well as because of the specific effects that smoking has on women's health. For the 2010 "World No Tobacco Day", the World Health Organization chose the theme "Gender and tobacco with an emphasis on marketing to women", with the aim of encouraging policies to combat marketing strategies employed by the tobacco industry and to curb the epidemic of smoking among women. In this article, we discuss the characteristics of smoking among women, addressing factors such as smoking prevalence, nicotine dependence, the role of the tobacco industry, health risks, approaches to smoking cessation, treatment strategies, and prevention measures.

  11. A mulher na literatura: seus enquadramentos e a precariedade da emancipação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bruna Cordeiros Lira

    2016-12-01

    Full Text Available A figura histórica feminino presente na literatura do século XVI, por exemplo, expõe um cenário literário sem representatividade feminina em suas obras. A composição da narrativa sobre a mulher estava a cargo de escritores homens, que insuficientemente versavam acerca das mulheres, mas que revelavam a exclusão e repressão feminina nos meios acadêmicos e sociais. Desta forma Virginia Woolf em “Um teto todo seu” traça panoramas históricos e sociais sobre a restrição do sexo feminino a literatura, tanto no acesso a leituras e a aprendizagem, fontes intelectuais que as embase e a liberdade cerceada socialmente de produzir no meio literário e acadêmico. Envolta em uma sociedade excludente, há fomento a uma construção social que desprivilegia a mulher como agente das escritas literárias, inviabilizando a sua emancipação intelectual ao longo da história. Calcado nestes elementos, a teoria do capital humano de Michel Foucault estabelece dialogo sobre as condições de subjugação patriarcal das mulheres, juntamente com o investimento em capital humano não ofertado a elas da mesma forma que aos homens na sociedade. Juntamente com a autora Judith Butler em “Vida precária, vida passível de luto”, há o questionamento teórico sobre o livro de Woolf acerca do enquadramento produzido por uma literatura sexista e excludente, que de forma rasa ou insuficiente via a mulher como um agente social, inferiorizando a sua existência.

  12. "Batuque de mulheres" : aprontando tamboreiras de nação nas terreiras de Pelotas e Rio Grande, RS

    OpenAIRE

    Ana Paula Lima Silveira

    2008-01-01

    Estudo etnográfico das trajetórias de três Tamboreiras de Nação, mulheres batuqueiras atuantes no contexto musical afro-religioso do extremo sul brasileiro, nas cidades de Pelotas e Rio Grande/RS, representantes de uma restrita rede de mulheres (re)conhecidas como prontas no Tambor de Nação. Tomando como objeto o batuque produzido por mulheres, suas concepções e práticas religiosas e musicais, procuro compreender os significados que a música adquire nesse contexto religioso e as condições de ...

  13. A violência doméstica contra a mulher: um desafio à filosofia e à teologia no Brasil

    OpenAIRE

    Lilian Conceição da Silva Pessoa de Lira; Faculdades EST, São Leopoldo, RS

    2014-01-01

    A Lei nº. 11.340, Lei Maria da Penha, foi sancionada no Brasil em 07 de agosto de 2006, devido às lutas históricas das feministas, movimentos de mulheres e atendendo aos compromissos internacionais assumidos pelo Estado em favor dos direitos humanos das mulheres. O Brasil é reconhecido como um dos lugares mais perigosos para as mulheres viverem, onde a violência doméstica e o sexismo são uma terrível realidade. Não por acaso a te&oac...

  14. As mulheres em sua família: Mesopotâmia, 2º milênio a.C.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Brigitte Lion

    2005-12-01

    Full Text Available As fontes cuneiformes do 2º milênio a.C. fornecem uma abundante documentação sobre as mulheres mesopotâmicas. A partir dos códigos de leis e de numerosos arquivos privados, é possível reconstituir a vida das mulheres comuns em seu quadro familiar. Este artigo analisa a condição feminina através dos diferentes costumes matrimoniais, da situação econômica das mulheres, bem como de suas atividades no interior do lar.

  15. Obesidade em mulheres brasileiras: associação com paridade e nível socioeconômico

    OpenAIRE

    Regicely Aline Brandão Ferreira; Maria Helena D'Aquino Benicio

    2015-01-01

    OBJETIVO: Determinar a influência da história reprodutiva sobre a prevalência de obesidade em mulheres brasileiras e o possível efeito modificador de variáveis socioeconômicas sobre a associação entre paridade e excesso de peso. MÉTODOS: Neste estudo retrospectivo, foram analisados os dados de 11 961 mulheres de 20 a 49 anos que participaram da Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde 2006, inquérito que utilizou amostragem complexa representativa de mulheres em idade reprodutiva. A associação...

  16. Avaliação da capacidade orgástica em mulheres na pós-menopausa

    OpenAIRE

    Penteado,Sonia Regina Lenharo; Fonseca,Angela Maggio da; Bagnoli,Vicente Renato; Assis,Joserita Serrano; Pinotti,José Aristodemo

    2004-01-01

    OBJETIVO: Correlacionar a capacidade orgástica (durante a relação sexual e/ou a masturbação solitária) de mulheres pós-menopausadas, saudáveis e sem tratamento hormonal com fatores climatéricos, psicossociais, comportamentais, hormonais e interpessoais. MÉTODOS: De um total de 999 mulheres avaliadas com idade entre 41 e 60 anos, selecionaram-se 60 mulheres saudáveis, sexualmente ativas, com pelo menos um ano de amenorréia, útero íntegro, relacionamento estável com parceiro capacitado ao coito...

  17. Algumas reflexões sobre a condição da mulher brasileira da colônia às primeiras décadas do século XX

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Guilherme Rodrigues Mendonça

    2011-02-01

    Full Text Available O presente artigo, a partir de reflexões sobre a condição da mulher brasileira do período compreendido entre a Colônia e as primeiras décadas do século XX, desvela a construção histórica de sua posição frente ao homem e a sociedade e das atitudes e comportamentos ligados ao gênero e à sexualidade. Subjugada, era tratada como objeto sexual, despertando todo tipo de misoginia por parte dos homens. Rebelde, velada ou ostensivamente, conseguia atender seus próprios desejos. Ao longo da história, a Igreja e a medicina representaram conjuntamente as instituições que, de modo significativo, estabeleciam o sentido e o lugar da mulher. Na Colonia, a mulher é tutelada a partir da ideologia católica, mas a partir do século XIX, após a Independência, surge o controle e o poder médico. O discurso médico sustenta o religioso, naturalizando a condição da mulher como aquela que procria, ou seja, a inserção do médico nas questões da família legitima cientificamente o patriarcalismo colonial. Isto é acentuado no início do século XX, quando a medicina consolidada estabelece normas e regras para o casamento, para a maternidade e para a vida familiar. Verificamos o quanto o universo feminino foi (e é ambivalente, com “um pé” na virtude e outro no pecado, com uma tendência à contenção e outra à transgressão. Por um lado temos o lar e a maternidade, convalidados no matrimônio, em que a mulher é cuidada e dependente do marido. Espelhando-se na maternidade de Maria, aproxima-se da dimensão sagrada da santa mulher idealizada pela Igreja. Ao mesmo tempo, porém, sente a necessidade de liberdade, de identidade e de independência, precisando dar vasão ao desejo, ter sua sexualidade e tudo o que dela é decorrente em plenitude. A manifestação do desejo e o apelo para a satisfação sexual a colocam em permanente conflito pessoal, psicológico e social, dividida entre a moral introjetada ao longo das gerações e as

  18. Autopercepção de vulnerabilidade às doenças sexualmente transmissíveis e Aids em mulheres Self-assessment of STD/AIDS vulnerability among women, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariângela F Silveira

    2002-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar comportamentos de risco e autopercepção de vulnerabilidade às doenças sexualmente transmissíveis (DST e à Síndrome de imunodeficiência adquirida (Aids em mulheres. MÉTODOS: Dos 281 setores censitários existentes na cidade de Pelotas, RS, foram selecionados 48 a partir de amostragem sistemática. Foi entrevistada uma amostra de 1.543 mulheres, de 15 a 49 anos, por meio de questionário composto de três partes (informações socioeconômicas, perguntas aplicadas em entrevista, questionário auto-aplicado. Para tabulação dos dados, foi utilizado o programa Epi-Info, versão 6.0. Para análise estatística dos dados foram usados o teste de Kappa e a razão de odds. RESULTADOS: Na amostra, 64% das mulheres achavam impossível ou quase impossível adquirir DST/Aids. Os principais comportamentos de risco foram o não uso de preservativo na última relação antes do depoimento (72%; início das relações sexuais com menos de 18 anos (47%; uso de álcool ou drogas pelo parceiro (14% ou pela mulher (7% antes da última relação; dois ou mais parceiros nos três meses que antecederam o depoimento (7% e sexo anal na última relação (3%; 44% das mulheres apresentaram dois ou mais comportamentos de risco. A sensibilidade da autopercepção, usando como padrão o escore de risco igual ou superior a dois, foi de 41 %. Sua especificidade de 67%. CONCLUSÕES: A autopercepção de vulnerabilidade não é um bom indicador, pois as mulheres não identificam corretamente seu nível de risco.OBJECTIVE: To investigate risk behaviors and self-assessment of the vulnerability to sexually transmitted diseases (STD and acquired immunodeficiency syndrome (AIDS among women. METHODS: A systematic sample including 48 of 281 census tracts in the urban area of Pelotas, Brazil, was selected. There were interviewed 1,543 women, aged between 15 and 49 years, who had ever been sexually active. Risk behaviors were assessed using a confidential

  19. Fatores de risco para violência contra a mulher no contexto doméstico e coletivo Risk factors for violence against women in the domestic and collective contexts

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiza Jane Eyre de Souza Vieira

    2008-09-01

    Full Text Available Este trabalho descreve os fatores de risco para violência doméstica e coletiva contra a mulher, a compreensão dessas mulheres sobre a violência doméstica e coletiva e a aplicação do Modelo Calgary de Avaliação em Famílias (MCAF, em moradores de uma comunidade, em Fortaleza, Ceará. Foi um estudo de caso com 20 famílias, e, entre estas, foram escolhidas quatro que apresentaram maior potencial para violência contra a mulher, em 2005. Os resultados mostraram que as mulheres conhecem alguns fatores de risco para violência, porém aparentam não saber agir no sentido de evitá-la; as condições desfavoráveis de habitação e entorno familiar são percebidos como risco. A violência é percebida, principalmente pela mulher, como "algo comum" no cotidiano do casal. O álcool, o uso da droga ilícita, o desemprego e a baixa escolaridade também agravam a ocorrência da violência entre as famílias participantes. Conclui-se que as mulheres enfrentam, em seu cotidiano, diferentes modos de violência. Elas vivem em um sistema de isolamento social e político que pode contribuir para a reprodução de mecanismos mais complexos de violência, impedindo-as de manifestarem-se de forma mais autônoma.This article describes risk factors for domestic and collective violence against women, these women's understanding of domestic and collective violence and the administration of the Calgary Family Assessment Model (CFAM to community residents in the city of Fortaleza, state of Ceará. It was a case study conducted in 2005 with 20 families. Four families were selected because they showed high potential for violence against women. The results showed that the women know about some risk factors for violence; however, they apparently do not know how to act with the objective of avoiding it. Unfavorable housing and family conditions are perceived as risk factors. Violence is perceived by the woman as something common in the daily life of the couple

  20. Associação entre perfil lipídico e adiposidade corporal em mulheres com mais de 60 anos de idade Association between lipid profile and adiposity in women over age 60

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maressa Priscila Krause

    2007-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar a associação entre perfil lipídico e medidas de obesidade corporal global e central em mulheres com idade superior a 60 anos. MÉTODOS: A amostra foi composta por 388 mulheres, com mais de 60 anos de idade (média, 69,0; desvio padrão, 5,9 anos. O perfil lipídico foi determinado por meio das dosagens de colesterol total (CT, colesterol de lipoproteína de alta densidade (HDL-colesterol, colesterol de lipoproteína de baixa densidade (LDL-colesterol e triglicerídeos (TG. A obesidade global foi mensurada pelo índice de massa corporal (IMC e pelas dobras cutâneas (DC, e a obesidade central foi mensurada pela circunferência da cintura (CC e pela relação cintura-quadril (RCQ. A análise estatística foi realizada por meio da correlação parcial ajustada para a idade e ANOVA one-way (p OBJECTIVE: To verify the association between lipid profiles and overall or central obesity in women over the age of 60. METHODS: The sample was comprised of 388 women over the age of 60 (mean 69; standard deviation 5.9 years. The lipid profile was determined using total cholesterol (TC, HDL cholesterol (HDL-C, LDL cholesterol (LDL-C and triglyceride (TG levels. Overall obesity was determined using the body mass index (BMI and skin fold (SF measurements. Central obesity was determined using the waist circumference (WC and waist - hip ratio (WHR. Statistical analysis was conducted using age adjusted partial correlation and one way ANOVA (p<0.05. RESULTS: The mean values found for the adiposity variables and lipid profile components indicate an elevated atherogenic risk. In addition, the indicators for overall and central obesity were directly related to TG levels and inversely related to HDL-C levels. CONLCUSION: The partial correlation analysis and the largest variance found for WC and WHR in comparison to the lipidogram components indicate that both methods could be useful in the early diagnosis of atherosclerosis.

  1. Repercussões do câncer de mama na imagem corporal da mulher: uma revisão sistemática Breast cancer repercussion in female body image: a systematic review

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tatiana Rodrigues de Almeida

    2012-01-01

    Full Text Available Além de apresentar implicações inerentes a qualquer adoecimento, o câncer de mama feminino é também um dos cânceres mais temidos, por afetar não apenas o corpo anatômico, mas principalmente alguns aspectos psicossociais da paciente. Dentre estes, destaca-se sua imagem corporal. O presente trabalho teve como objetivo realizar uma revisão sistemática de artigos que abordaram a imagem corporal no câncer de mama, com descrição do conteúdo da produção encontrada. Para tanto, realizou-se uma revisão dos artigos publicados entre 2000 e 2010 em revistas científicas indexadas, por meio de busca nas bases de dados bibliográficos SciELO, PubMed, PePSIC e PsycINFO. Concluiu-se que o adoecimento por câncer da mama acaba por adoecer também a imagem corporal da mulher assistida, e que seu impacto varia conforme o tipo de procedimento cirúrgico escolhido, os tratamentos complementares adotados, a rede de apoio que cerca a paciente e suas características individuais. A alteração na imagem corporal tem múltiplas implicações na vida sexual e conjugal da mulher, afetando as relações com seu círculo social e consigo mesma, influenciando sua autoestima e seu sentimento de feminilidade e podendo levar a sintomas de ansiedade e depressão. Embora avanços tenham sido verificados no estudo da relação entre imagem corporal e câncer de mama, esta pesquisa aponta para a existência de um campo fértil de investigação sobre o tema, ainda pouco explorado.Besides presenting implications inherent to any illness, female breast cancer is also one of the most feared cancers, affecting not only the anatomic body, but mainly some psychosocial aspects of the patient and, among these, the body image is highlighted. This paper aimed to carry out a systematic review of papers that approached the body image in breast cancer, with the description of the content of the production. To do so, a review was carried out of papers published between 2000 and

  2. Parkinsonismo induzido pela flunarizina: a propósito de um caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ivanidton Galhardo

    1993-11-01

    Full Text Available Os autores registram o caso de uma paciente com parkinsonismo induzido pela flunarizina. Ressaltam um aspecto importante, relacionado ao tremor, que assumia características wilsonianas quando realizava a prova índice-nariz. A depressão foi sintoma importante. A cura se efetivou pela retirada da droga e pelo uso de levodopa e de tremaril por período de três meses.

  3. Disfunção sexual: Avaliação de mulheres durante o terceiro trimestre gestacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Eliza Rios de Araújo Mathias

    2015-08-01

    Full Text Available Introdução: Disfunção sexual (DS é caracterizada pela falta, excesso, desconforto e/ou dor no desenvolvimento do ciclo da resposta sexual, se manifestando de forma persistente ou recorrente. Objetivo: Determinar a prevalência das disfunções sexuais femininas em gestantes de baixo risco no terceiro trimestre e verificar sua associação com fatores de risco. Métodos: É um estudo transversal composto por 102 gestantes de baixo risco durante o terceiro trimestre gestacional e com vida sexual ativa, que estiveram em acompanhamento nos postos de saúde das cidades de Petrolina (PE e Juazeiro (BA entre setembro de 2013 e março de 2014. Para isso, utilizou-se uma ficha de dados pessoais, com características sociodemográficas e clínicas e o questionário Female Sexual Function Index (FSFI. Foram calculadas prevalências e possíveis associações por meio do teste do χ2. Em todas as análises foi adotado o nível de significância de p˂0,05. Intervalos de confiança (IC95%, quando determinados, foram exatos. Resultados: Do total da amostra, 45,1% apresentaram disfunção sexual com taxa média de função sexual feminina de 26,15. Os menores escores de domínios foram em desejo e excitação. Ocorreu ainda associação de disfunção sexual com paridade. Conclusão: O presente estudo evidenciou uma taxa moderada de mulheres com disfunção sexual no terceiro trimestre gestacional, mostrando uma diminuição significativa em todos os domínios do FSFI. Além disso, constatou-se diferença estatisticamente significativa na associação de disfunção sexual com a variável paridade. Contudo, não foi encontrada diferença significativa na disfunção sexual com a variável idade, índice de massa corpórea, escolaridade e renda familiar.

  4. Lesões buco-dentais em mulheres em situação de violência: um estudo piloto de casos periciados no IML de Belo Horizonte, MG Mouth-dental injuries in women violence victims: a pilot study of registered cases in the Legal Medical Institute of Belo Horizonte, MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edson José Carpintero Rezende

    2007-06-01

    Full Text Available A violência tem mostrado tendência ascendente, nos últimos anos, no Brasil. Nesse cenário, a violência sofrida pela mulher vem-se tornando mais visível à sociedade a partir das denúncias de agressões sofridas. Este estudo se propõe a descrever dados referentes às lesões corporais na região peribucal em mulheres que sofreram agressão. Foram analisados os registros e laudos encaminhados ao setor de Odontologia do IML de Belo Horizonte, referentes ao período de janeiro de 2001 a junho de 2002. Neste período, foram atendidas 108 mulheres. A faixa etária predominante foi a de 20 a 39 anos (70,4%. A maioria dessas mulheres declarou: ser solteira (63,0% e ser natural do interior do Estado (48,1%. Quanto à ocupação encontrou-se: 24% que realizam trabalhos domésticos, 21% que são donas-de-casa e 14% que trabalham no comércio. A proporção de mulheres procedentes das Delegacias Seccionais foi maior do que aquelas encaminhadas pelas Delegacias de Mulheres. A lesão de tecido mole mais freqüente foi a laceração; a de tecidos duros e da polpa foram as fraturas de esmalte e dentina sem complicações; a de tecidos periodontais foi a concussão; e foram observadas duas lesões em tecidos ósseos. O estudo permitiu constatar a necessidade de uma coleta de dados mais cuidadosa nos exames periciais, de modo a disponibilizar informação mais detalhada da violência contra as mulheres; além disso, revelou que as lesões buco-dentais são freqüentes e representam uma grande demanda para os serviços odontológicos de saúde pública que prestam esse atendimento.Violence has been a growing problem in the past years in Brazil. Violence against women has become clearer to society after victims started filing accusations of aggression. This study aims to describe data on lesions in women, victims of aggression in the region of the mouth, sent to the Dental Sector of the Legal Medical Institute in Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil. The

  5. Mulheres budistas como líderes e professoras Buddhist women as leaders and teachers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rita M. Gross

    2005-08-01

    Full Text Available No budismo, o papel do professor de dharma (religioso é a função mais prestigiosa, e o professor de dharma tem mais autoridade do que qualquer outro líder. Apesar de os ensinamentos budistas não conterem nenhuma doutrina que limite essa função ao homem, na prática, em toda a história budista, foram pouquíssimas as mulheres que se tornaram conhecidas como professoras de dharma. Algumas pessoas acham que essas práticas não prejudicam as mulheres, porque estas podem, ainda assim, receber os ensinamentos, fazer as práticas mais avançadas e obter altos níveis de esclarecimento espiritual. Contudo, eu afirmo que o fato de não haver professoras de dharma reconhecidas foi nocivo seja para as mulheres budistas, seja para o próprio budismo. Isso tem a ver com o legado das comunidades de monjas em muitas partes do mundo budista, com os baixos padrões de educação para as mulheres, com o fraco prestígio de que gozam as praticantes mulheres, com a falta de modelos para as mulheres e com a perda da sabedoria feminina na herança do pensamento budista. Até que as professoras de dharma não forem amplamente reconhecidas e honradas, o budismo continuará sendo perseguido por seu passado patriarcal, com o prejuízo de todos.In Buddhism, the role of the dharma (religious teacher is the most prestigious role, and dharma teachers have more authority that any other leaders. Though the Buddhist teachings contain no doctrines that limit this role to men, in practice throughout Buddhist history, very few women have been publicly acknowledged as dharma teachers. Some people claim that this practice does not harm women because women can, nevertheless, receive teachings, do advanced practices, and attain high states of spiritual realization. However, I claim that the practice of not recognizing women as dharma teachers has been very harmful both to Buddhist women and to Buddhism itself. It has lead to the demise of the nuns' community in many parts of

  6. Structural studies and nociceptive activity of a native lectin from Platypodium elegans seeds (nPELa).

    Science.gov (United States)

    Cavada, Benildo Sousa; Araripe, David Alencar; Silva, Ivanice Bezerra; Pinto-Junior, Vanir Reis; Osterne, Vinicius Jose Silva; Neco, Antonio Hadson Bastos; Laranjeira, Eva Pollyanna Peixe; Lossio, Claudia Figueiredo; Correia, Jorge Luis Almeida; Pires, Alana Freitas; Assreuy, Ana Maria Sampaio; Nascimento, Kyria Santiago

    2018-02-01

    A native lectin (nPELa), purified from seeds of the species Platypodium elegans, Dalbergieae tribe, was crystallized and structurally characterized by X-ray diffraction crystallography and bioinformatics tools. The obtained crystals diffracted to 1.6Å resolution, and nPELa structure were solved through molecular substitution. In addition, nPELa has a metal binding site and a conserved carbohydrate recognition domain (CRD) similar to other Dalbergieae tribe lectins, such as PAL (Pterocarpus angolensis) and CTL (Centrolobium tomentosum). Molecular docking analysis indicated high affinity of this lectin for different mannosides, mainly trimannosides, formed by α-1,3 or α-1,6 glycosidic bond, as evidenced by the obtained scores. In addition, molecular dynamics simulations were performed to demonstrate the structural behavior of nPELa in aqueous solution. In solution, nPELa was highly stable, and structural modifications in its carbohydrate recognition site allowed interaction between the lectin and the different ligands. Different modifications were observed during simulations for each one of the glycans, which included different hydrogen bonds and hydrophobic interactions through changes in the relevant residues. In addition, nPELa was evaluated for its nociceptive activity in mice and was reported to be the first lectin of the Dalbergieae tribe to show CRD-dependent hypernociceptive activity. Copyright © 2017 Elsevier B.V. All rights reserved.

  7. A DUPLA JORNADA DE MULHERES INSERIDAS NO MERCADO DE TRABALHO TURÍSTICO EM ARACAJU-SE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carla Francyele dos Santos Araujo

    2015-08-01

    Full Text Available Essa pesquisa está inserida nas reflexões sobre igualdade de gênero, partindo do seguinte problema: como a mulher inserida no mercado de trabalho turístico de Aracaju-SE concilia trabalho e família? Portanto, tem como objetivo geral: analisar a dupla jornada da mulher inserida no mercado de trabalho turístico na capital sergipana. Seusobjetivos específicosforam: Perceber como se configuram os papéis de gênero na sociedade em relação a participação do homem na família e sua aceitação sobre o trabalho remunerado da mulher; Identificar as conquistas e os anseios das mulheres que vivem a dupla jornada no mercado de trabalho turístico de Aracaju. O método utilizado para a coleta dos dados foi a História de Vida e a técnica de pesquisa foi a entrevista dialógica. Os resultados apontaram que os homens estão mais abertos a ajudar a suas mulheres com as tarefas de casa, porém ainda não é uma partilha igualitária e, ainda, o cuidado e a orientação dos filhos continua sendo um dever relacionado às mães. O homem também evoluiu em relação a sua opinião sobre o trabalho da mulher, mas ainda não concorda que a mulher viaje a trabalho, o que prejudica a mulher no setor turístico. Conclui-se que as mulheres avançaram muito, pois hoje em dia as mulheres estão inseridas em cargos mais valorizados. Com o passar do tempo, devido às lutas feministas, as mulheres vêm conquistando espaços que antes eram ocupados apenas por homens. Porém, ainda é preciso desconstruir valores patriarcais que rondam os papéis sociais de gênero. 

  8. Permanências e rupturas: sentidos de gênero em mulheres chefes de família Permanencies and ruptures: gender meanings in female family heads

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raquel Jaqueline Freiberger Testoni

    2006-04-01

    Full Text Available Este artigo resultou de um estudo realizado com três mulheres chefes de família, moradoras de um bairro popular em uma cidade catarinense. Ao investigar de que forma constroem-se os sentidos de gênero na trajetória de vida destas mulheres, procurou-se refletir como estes sentidos posicionam os sujeitos na trama das relações sociais e de gênero. Considerando a construção histórica, social e cultural do gênero, pode-se questionar a naturalização da ligação entre sexo e gênero - tão freqüente na psicologia - e a conseqüente regulação na constituição das subjetividades femininas e masculinas dela proveniente. Os resultados apontam a existência de permanências, como a forte presença da moral sexual e do grande valor atribuído por elas à maternidade. Revelam, no entanto, alternativas de exercer pequenas rupturas neste padrão ao criarem, a partir da apropriação de outros saberes e outras significações pelas próprias experiências, um novo patamar de expectativas e possibilidades em suas vidas.This article is the result of a study accomplished with three female heads of family living in a popular neighborhood in a town of the Brazilian state of Santa Catarina. When investigating how gender meanings are constructed in the life trajectory of those women, we sought to reflect how those meanings locate the subjects in the plot of social and gender relations. Considering the historical, social and cultural construction of gender, the naturalization of the linking between sex and gender - so frequent in psychology - and the resulting regulation in the constitution of female and male subjectivities deriving from it can be questioned. The results point to the existence of permanencies such as the strong presence of sexual moral and the high value attributed by them to motherhood. They reveal, however, alternatives for carrying out small ruptures in that pattern when creating, from the appropriation of other knowledges and other

  9. Consumo alimentar de mulheres sobreviventes de câncer de mama: análise em dois períodos de tempo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Helena Alves de Carvalho Sampaio

    2012-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Comparar o consumo alimentar de dois grupos de mulheres portadoras de câncer de mama atendidas em dois períodos distintos: 1999-2004 e 2005-2009. MÉTODOS: Estudo documental, com abordagem descritiva e comparativa. Foram coletados dados de identificação e de ingestão alimentar nas fichas de 154 pacientes portadoras de câncer de mama atendidas em serviços de referência de Fortaleza (CE: 66 no período de 1999-2004 e 88 no de 2005-2009. Foram considerados como integrantes do hábito os alimentos consumidos pelo menos quinzenalmente por, no mínimo, 50% das pessoas. Calculou-se a prevalência de consumo de alimentos, sendo os padrões dos dois períodos comparados pela aplicação dos testes Quiquadrado ou exato de Fisher, e adotouse p<0,05 como nível de significância. RESULTADOS: Os hábitos alimentares dos dois grupos foram semelhantes, exceto quanto ao maior consumo de leite e de cenoura e menor consumo de manga e caju, além de uma tendência ao aumento no consumo de óleo de soja, observada no grupo atendido mais recentemente. O aumento de leite e de cenoura pode configurar proteção contra a recidiva da doença, mas a redução do consumo das frutas citadas pode significar maior risco: aliás, foram baixas as prevalências de consumo de frutas e hortaliças pelos dois grupos de mulheres. CONCLUSÃO: Os achados apontam para uma lacuna na abordagem educativa das pacientes tanto no passado como na atualidade, o que comprova a necessidade de incentivar maior consumo e variedade de hortaliças e frutas e menor consumo de cereais refinados, gorduras, açúcar e refrigerantes.

  10. Surge en mi otra mujer: significados del consumo de alcohol en mujeres mexicanas Surge em mim outra mulher: significados do consumo de álcool em mulheres mexicanas Another woman comes up in me: Meanings of alcohol consumption in Mexican women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leticia Cortaza Ramírez

    2008-12-01

    Full Text Available Este estudio es de tipo descriptivo con abordaje cualitativo. Tiene como objetivo intentar comprender los significados que las mujeres mexicanas atribuyen al consumo de alcohol . El referencial metodológico fue el estudio del caso, bajo la perspectiva teórica del Interaccionismo Simbólico. Participaron en este estudio 10 mujeres. Los datos fueron obtenidos mediante entrevista semi-estructurada. Las entrevistas fueron grabadas, trascritas, codificadas y categorizadas, tomando como referencia el análisis del contenido. Los resultados pusieron en evidencia que el alcohol "despertaba en ella" a otra persona que ellas querían ser; razón por la cual continuaban el patrón de consumo , cada vez en niveles más elevados. Bajo el Interaccionismo Simbólico se observó que el "yo" de estas mujeres se encontraba restringido por la demandas del cotidiano, consolidando un yo que atendía más a las expectativas socio-culturales (mi que las de la propia persona (el yo. El alcohol estimulaba la expresión de su "yo", y descubrían que tenían otra persona dentro de sí, que no se manifestaba normalmente.Trata-se de estudo descritivo com abordagem qualitativa, com objetivo de compreender os significados que as mulheres mexicanas atribuem ao consumo de álcool. O referencial metodológico foi o estudo de caso, sob a perspectiva do Interacionismo Simbólico. Participaram do estudo dez mulheres. Os dados foram obtidos mediante entrevista semi-estruturada. As entrevistas foram gravadas, transcritas, codificadas e categorizadas, tomando como referência a análise de conteúdo. Os resultados evidenciaram que o álcool "despertava" nelas a "outra pessoa" que elas queriam ser, razão pela qual mantinham o consumo, cujo padrão ocorria em níveis cada vez mais elevados. Sob o interacionismo simbólico, observou-se que o Eu dessas mulheres encontrava-se restringido pelas demandas do cotidiano, consolidando um "self" que atendia mais às expectativas s

  11. Abuso de álcool e drogas e violência contra as mulheres: denúncias de vividos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Letícia Becker Vieira

    2014-06-01

    Full Text Available Objetivou-se analisar a interface entre o uso abusivo de álcool e outras drogas pelos companheiros e o vivido de mulheres que denunciam situações de violência. Trata-se de pesquisa qualitativa pautada na análise de conteúdo temática de entrevistas realizadas em março e abril de 2010, com treze mulheres que realizaram o registro da violência na Delegacia de Polícia para a Mulher e Delegacia de Pronto Atendimento de um município do interior do Rio Grande do Sul, Brasil. Observou-se que, em um mundo envolto por brigas, humilhações, agressões, sofrimento e submissão, o uso abusivo de álcool e drogas do companheiro potencializou a violência vivida das mulheres entrevistadas. Além de buscar qualificar a atenção à saúde mental das mulheres no contexto da violência, uma vez que essa condição repercute substancialmente em sua saúde, e em todas as dimensões, conclui-se ser imprescindível articular a atenção às mulheres em situação de violência com ações de prevenção do uso de álcool e/ou outras drogas pelos companheiros.

  12. Impacto de grupos de mulheres em situação de vulnerabilidade de gênero

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Meneghel Stela Nazareth

    2003-01-01

    Full Text Available Neste trabalho, avaliaram-se oficinas de promoção à saúde e gênero, desenvolvidas em programas de extensão da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS na cidade de São Leopoldo, Rio Grande do Sul, Brasil. O método baseia-se na pesquisa participante e na pesquisa ação. Foram nucleados grupos de mulheres em dois locais da cidade. O primeiro grupo foi freqüentado por 14 mulheres, com um total de seis encontros. O segundo recebeu 18 mulheres e realizou um total de 11 encontros. Os temas discutidos e vivenciados foram: relação pais e filhos, estereótipos e papéis de gênero, conjugalidade, limites a comportamentos abusivos, corpo e sexualidade e estratégias de enfrentamento à violência. Treze mulheres que freqüentaram o segundo grupo mudaram padrões de comportamento, buscando emprego, retornando à escola, melhorando a imagem corporal e reavaliando situações de violência. O grupo de pesquisadores aproximou-se do Fórum de Mulheres de São Leopoldo, fomentando o fortalecimento da rede de apoio/atendimento, bem como a visibilidade das políticas setoriais e de suas instâncias no planejamento e na execução de políticas públicas para a mulher.

  13. Representação Social das Relações Sexuais: um Estudo Transgeracional entre Mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kay Francis Leal Vieira

    Full Text Available Resumo Relações sexuais são influenciadas por normas, valores cristãos, cultura, política e economia, fazendo com que a mulher, ao longo da história, só as praticasse após o casamento. Entretanto, muitas mudanças ocorreram, sendo perceptíveis, atualmente, transformações conceituais e práticas no comportamento sexual das mulheres. Frente ao exposto, objetivou-se analisar as representações sociais das mulheres acerca das relações sexuais. Tratou-se de uma pesquisa descritiva, com abordagem qualitativa, cuja amostra foi composta por 60 mulheres, divididas em quatro gerações, sendo 15 adolescentes, 15 adultas jovens, 15 mulheres na meia-idade e 15 idosas, que responderam a um questionário. Os dados foram analisados por meio técnica de Análise de Conteúdo Temática proposta por Bardin. Observou-se que as relações sexuais foram representadas consensualmente entre as gerações através da afetividade e do prazer. As mulheres representaram as relações sexuais por meio dos aspectos biopsicossociais que compõem a sexualidade humana, apresentando semelhanças e divergências entre as gerações.

  14. Impacto de grupos de mulheres em situação de vulnerabilidade de gênero

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Stela Nazareth Meneghel

    Full Text Available Neste trabalho, avaliaram-se oficinas de promoção à saúde e gênero, desenvolvidas em programas de extensão da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS na cidade de São Leopoldo, Rio Grande do Sul, Brasil. O método baseia-se na pesquisa participante e na pesquisa ação. Foram nucleados grupos de mulheres em dois locais da cidade. O primeiro grupo foi freqüentado por 14 mulheres, com um total de seis encontros. O segundo recebeu 18 mulheres e realizou um total de 11 encontros. Os temas discutidos e vivenciados foram: relação pais e filhos, estereótipos e papéis de gênero, conjugalidade, limites a comportamentos abusivos, corpo e sexualidade e estratégias de enfrentamento à violência. Treze mulheres que freqüentaram o segundo grupo mudaram padrões de comportamento, buscando emprego, retornando à escola, melhorando a imagem corporal e reavaliando situações de violência. O grupo de pesquisadores aproximou-se do Fórum de Mulheres de São Leopoldo, fomentando o fortalecimento da rede de apoio/atendimento, bem como a visibilidade das políticas setoriais e de suas instâncias no planejamento e na execução de políticas públicas para a mulher.

  15. A mulher na cultura mineira: o ícone aristocrático

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Laís Corrêa de Araújo

    1998-03-01

    Full Text Available A produção poética feminina em Minas é escassa e limitada a persor\\.nalidades da alta classe média, capazes de exercer essa forma delazer intelectual. Dentre tais autoras, destaca-se a poesia de Ana AméliaQueiroz Carneiro de Mendonça, que representa o ápice aristocráticoda literatura feminina, mas que revela também a educação domésticada mulher e sua dificuldade em transgredir as normas da linguagemimpostas por uma sociedade cerceadora da voz da mulher, obrigando-aa inflexões frágeis e ambíguas.

  16. Dança circular e qualidade de vida em mulheres mastectomizadas: um estudo piloto

    OpenAIRE

    Frison,Fernanda Sucasas; Shimo,Antonieta Keiko Kakuda; Gabriel,Mairany

    2014-01-01

    Avaliou-se a qualidade de vida de mulheres mastectomizadas que participaram do grupo de estudo e do grupo de controle antes e após a prática da dança circular. Trata-se de estudo de intervenção com duração de três meses e amostragem de 35 mulheres. Aplicaram-se os questionários World Health Organization Quality of Life-bref para avaliar a qualidade de vida e outros para caracterização da amostra. Após a intervenção, análises estatísticas mostraram diferenças significativas no grupo de estudo ...

  17. Silenciadas: abordagem de notícias sobre mulheres assassinadas no Tocantins

    OpenAIRE

    Miranda, Cynthia Mara; Veloso dos Santos, Cleide das Graças; Anjos, Ana Carolina Costa dos

    2017-01-01

    O artigo verifica o uso do termo feminicídio na cobertura jornalística de homicídios de mulheres, praticados por seus companheiros ou ex-companheiros, por razões da condição do sexo feminino, quando o crime envolve violência doméstica e familiar, bem como o menosprezo ou discriminação à condição de mulher. A amostra é composta por oito matérias veiculadas na versão online do Jornal do Tocantins, especificamente no ano de 2016. Metodologicamente faz uso da Análise de Conteúdo. A pesquisa busca...

  18. Mulheres brasileiras na mídia portuguesa Brazilian women at the portuguese media

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Pontes

    2004-12-01

    Full Text Available Este artigo trata das representações sobre as mulheres brasileiras na mídia portuguesa, explorando questões relativas a gênero em intersecção com nacionalidade/ etnicidade. Nestas representações são verificados processos de essencialização e exotização da identidade nacional brasileira e a sexualização destas mulheres. Relaciono tais processos com o contexto atual de intensificação da imigração brasileira em Portugal.This article deals with the representations of Brazilian women in Portuguese media, exploring gender issues in interaction with nationality/ethnicity. In these representations there are essencialization and exoticization processes of Brazilian national identity and sexualization of these women. I relate these processes with contemporary increase of Brazilian immigration to Portugal.

  19. A Mulher guineense como sujeito e objecto do debate histórico ...

    African Journals Online (AJOL)

    do sol, regressava a casa, preparava e servia-lhe a refeição, ia buscar água para o marido se lavar. Era bastante submissa. O Partido lutou contra todos esses aspetos negativos da nossa tradição e conseguiu eliminar muitos deles. Agora já há homens a trabalhar juntamente com as mulheres nos campos. No passado.

  20. Vítimas e culpadas: representações sociais sobre mulheres que vivem com HIV

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bruna Alessandra Costa e Silva Panarra

    2017-09-01

    Full Text Available Introdução: Objetivou-se apreender as representações sociais de profissionais de saúde sobre mulheres que vivem com HIV. Materiais e Métodos: Pesquisa qualitativa e descritiva, com base na Teoria das Representações Sociais. Realizou-se entrevistas com 37 profissionais de serviços de referência em HIV de Belém-Pará, no período de setembro de 2012 a junho 2013. Resultados: O corpus foi submetido à análise pelo software Alceste gerando cinco classes, dentre estas: representações sociais dos profissionais de saúde sobre pessoas que vivem com HIV. Discussão: Os léxicos ilustrativos da classe apontaram a vitimização e a culpabilização da mulher com HIV. Há conteúdos positivos e negativos, dependendo do modo de contaminação. Conclusões: O HIV desperta sentimentos negativos: pena, revolta e culpa. As mulheres são categorizadas e julgadas pelos profissionais, podendo ser vítimas ou culpadas. Há necessidade de políticas de educação permanente aos profissionais de saúde sobre o HIV para que possam desconstruir tais conteúdos. Como citar este artigo: Panarra BACS, Teixeira E, Palmeira IP, Rodrigues ILA, Ferreira AMR. Vítimas e culpadas: representações sociais sobre mulheres que vivem com HIV. Rev Cuid. 2017; 8(3: 1887-98. http:/dx.doi.org/10.15649/cuidarte.v8i3.451

  1. Fatores associados à violência contra mulheres profissionais do sexo de dez cidades brasileiras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisca Sueli da Silva Lima

    Full Text Available Resumo: No Brasil, há um limitado número de estudos sobre violência contra mulheres profissionais do sexo, tema que vem instigando pesquisadores em todo o mundo, estimulados principalmente por possíveis associações desta com o HIV. Este trabalho objetiva estimar a prevalência de violência contra mulheres profissionais do sexo, segundo natureza e perpetrador, e identificar os fatores associados. Foi realizado um estudo transversal com dados de 2.523 mulheres profissionais do sexo de dez cidades brasileiras, recrutadas pelo método respondent-driven sampling (RDS. Os resultados mostraram que a prevalência de violência verbal foi de 59,5%; violência física 38,1%; sexual 37,8%. Violência física por parceiro íntimo, 25,2%; por clientes, 11,7%. Dentre os fatores associados à violência física estão: idade < 30 anos (ORa = 2,27; IC95%: 1,56-3,29; uso de drogas (ORa = 2,02; IC95%: 1,54-2,65; valor do programa até R$ 29,00 (ORa = 1,51; IC95%: 1,07-2,13. Conclui-se que as mulheres profissionais do sexo brasileiras vivenciam uma carga desproporcional de violência. Identificar fatores de vulnerabilidade é fundamental para as intervenções que garantam direitos humanos e controle do HIV.

  2. As mulheres, os outros e as mulheres dos outros: feminismo, academia e Islão Womens and their others feminism, academy and islam

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Cardeira da Silva

    2008-06-01

    Full Text Available O véu, real ou metafórico, das mulheres muçulmanas faz, hoje em dia, parte de um claro e sonante argumentário político a diferentes níveis. Este artigo relembra a necessidade de objectivar o modo como as relações generificadas entre a Antropologia, o Islão e as políticas internacionais e nacionais contribuíram para a produção desse argumentário, concorrendo, assim, para o seu espessamento político. Para "descobrir" as mulheres muçulmanas, a Antropologia tem que se "desvelar" de constrangimentos políticos imediatos.Nowadays, the veil of the Muslim women - either real or metaphoric - make part of clearly and sounding political rhetorics at different levels. It is my intention to remind that gendered relationships between Anthropology, Islam and international and national politics have largely supplied the production of this speech-making, concurring, thus, for its political thickness. This is why these relations must always stay under scrutiny regardless of the scale of our ethnographies, reminding us that the first step to 'unveil' Muslim women is to allow political immunity to anthropological inquiry.

  3. O envelhecer institucionalizado de sujeitos sequelados pela Hanseníase da U/E Abrigo João Paulo II

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Janice Fabiana Maia de Souza

    2014-06-01

    Full Text Available Este estudo objetiva (i identificar como o estigma da hanseníase se relaciona ao processo de envelhecimento de idosos que foram compulsoriamente asilados, ainda jovens, na Unidade Especial Abrigo João Paulo II, e (ii analisar a história de vida dos idosos, a partir do relato de suas impressões sobre o envelhecimento. A pesquisa foi realizada na U/E Abrigo João Paulo II, com participação de 12 idosos sequelados pela hanseníase, de idade entre 60 e 94 anos, 50% homens e 50% mulheres, residentes nessa Instituição, selecionados em 2 etapas: análise e avaliação de prontuários e entrevista com os sujeitos, seguindo um roteiro de questionário. Quanto ao nível educacional, apresentam baixo nível de escolaridade, sendo 16,66% analfabetos; e 83,33% com primário incompleto. Em em relação ao vínculo conjugal, observou-se que 75% são viúvos; 16,66%, solteiros; e 8,33%, casados. Destes últimos, 41,66% tiveram filhos biológicos; 25% filhos adotivos; 16,66% filhos biológicos e adotados; e 16,66% não tiveram filhos. O intuito foi ultrapassar o critério estatístico dos dados, e o discurso construído e socialmente aceito em torno da Hanseníase, trazendo vozes que expressam subjetividades, desvelando os diferentes modos de viver o envelhecimento, colaborando na construção de um saber gerontológico interdisciplinar.

  4. Levantamento das plantas medicinais utilizadas pela população de São José dos Cordeiros, Paraíba, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria José de Holanda Leite

    2014-06-01

    Full Text Available O objetivo do presente estudo foi identificar as plantas medicinais utilizadas pela população de São José dos Cordeiros – PB e verificar suas indicações terapêuticas. O trabalho de campo foi realizado na Rua João da Silva Almeida no Centro da cidade de São José dos Cordeiros - PB, onde foram entrevistados homens e mulheres que tinham conhecimento sobre o uso de plantas medicinais, numa faixa etária de 12 a 77 anos, num universo de 15 pessoas entrevistadas. A entrevista transcorreu de forma estruturada no dia 17 de agosto de 2013, junto às pessoas que utilizam plantas medicinais, visando à obtenção de informações sobre as plantas mais usadas e suas indicações terapêuticas. O uso de plantas medicinais na cura e tratamento de várias doenças é uma prática bastante utilizada em diferentes faixas etárias na cidade São José dos Cordeiros – PB, conforme se observou com o resultado da pesquisa. O levantamento etnobotânico possibilitou a comprovação do uso de plantas medicinais pelos moradores da cidade São José dos Cordeiros, tornando assim, a comunidade como centro cultural e favorável a informações para o desenvolvimento destes tipos de estudos. De modo que, pesquisas neste âmbito, mostram a importância de cultivar explorarde forma racional e promover a conservação das plantas medicinais. Normal 0 21 false false false PT-BR X-NONE X-NONE

  5. Deficiência de ferro na mulher adulta The iron deficiency in adult woman

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lilian P. Rodrigues

    2010-06-01

    Full Text Available A anemia ferropriva é a doença nutricional de maior prevalência no mundo, atingindo 20% a 30% da população. As mulheres, gestantes ou não, fazem parte dos grupos considerados vulneráveis. Entre as possíveis causas da anemia por deficiência de ferro, as perdas sanguíneas menstruais constituem o principal fator de anemia ferropriva da mulher adulta. A proposta deste estudo é rever as causas da anemia na mulher adulta, principalmente decorrente de sangramentos uterinos, assim como o diagnóstico e adoção de medidas preventivas.Iron-deficiency anemia is the most common nutritional disease in the world, affecting from 20 to 30% of the population. Women, both pregnant and otherwise, are included as groups considered vulnerable. Among the possible causes of iron-deficiency anemia, menstruation blood loss is the main cause of iron-deficiency anemia in adult women. The purpose of this study was to review the causes of anemia in adult women, in particular in relation to uterine blood loss including the diagnosis and the adoption of preventive measures.

  6. O custo da cura: vivências de conforto e desconforto de mulheres submetidas à braquiterapia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Míbsam Lysia Carvalho Alves Soares

    2016-06-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo: Descrever as vivências de conforto e desconforto de mulheres que se submeteram à braquiterapia para tratamento de câncer do colo uterino. Métodos: Estudo qualitativo, desenvolvido em 2013, embasado na Teoria do Conforto de Kolcaba e realizado por meio de entrevistas semiestruturadas com oito mulheres que concluíram o tratamento há, no mínimo, seis meses. Resultados: Sobressaíram os seguintes desconfortos: dor do procedimento e dos efeitos pós-tratamento, no contexto físico; medo do desconhecido e do sofrimento, falta de acompanhante, estresse por sentir-se constrangida durante o tratamento, baixa autoestima e trauma psicológico pós-terapia, no contexto psicoespiritual. As medidas de conforto consistiram no diálogo com o profissional, administração de medicações e uso da fé e espiritualidade. Conclusão: Os resultados oferecem subsídios para a prática de profissionais de saúde em relação aos confortos e desconfortos que merecem ser alvo de intervenções na assistência à mulher com câncer.

  7. Mulher, Pampa e natureza: um olhar através de contos puebleros

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Corrêa Pereira Schlee

    2016-12-01

    Full Text Available O presente trabalho é um estudo em andamento que se detém nos contos puebleros para deslocar o olhar sobre a mulher, o Pampa e a natureza. Assim, busco a Educação Ambiental, como campo de saber importante e potente para a análise de mundo que temos em seu processo de construção cultural moderno. Entendendo a literatura como pedagogia cultural para problematizar como nos constituímos mulher no Pampa e como nos relacionamos com o discurso de natureza. O Pampa para pensar além de um território geográfico, mas como um lugar que é constituído pelos diversos atravessamentos: biológicos, geográficos, culturais, econômicos, políticos. Modos de ver o mundo, viver e narrar a natureza. Fabricações  histórica e socialmente constituídos em diferentes culturas e em diferentes épocas. É preciso pensar sobre as universalidades de ser mulher, assim como suas relações com a natureza e o pampa.

  8. Representações sociais de mulheres sobre o cheiro do leite materno

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gerlaine de Oliveira Leite

    Full Text Available RESUMO Objetivo: Analisar as representações sociais de mulheres acerca do cheiro do leite materno. Métodos: Estudo qualitativo, realizado em 2015, com 33 mulheres/puérperas em um hospital universitário de Pernambuco, por meio de entrevista individual semiestruturada. Os dados coletados, submetidos ao software IRAMUTEQ, foram interpretados à luz da Teoria das Representações Sociais. Resultados: Dentre as representações sociais, a aceitação foi predominante, mesmo quando a percepção olfatória do cheiro do leite era desagradável, prevalecendo a importância desse alimento para a saúde da criança. Outras representações foram o incômodo causado pelo cheiro e os cuidados para amenizá-lo, o apoio do companheiro, o desprendimento no relacionamento interpessoal e a caracterização do olfato/sabor do leite. Conclusão: A aceitação foi a mais expressiva entre as representações sociais sobre o cheiro do leite, porém constataram-se percepções desagradáveis, evidenciando que estas particularidades do leite humano devem ser incluídas nas orientações à mulher e à família desde o pré-natal.

  9. Tecnologia para o autocuidado da saúde sexual e reprodutiva de mulheres estomizadas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andressa Ferreira Leite Ladislau Albuquerque

    Full Text Available RESUMO Objetivo: validar uma tecnologia do tipo cartilha impressa para o autocuidado na saúde sexual e reprodutiva de mulheres estomizadas. Método: estudo metodológico, com foco na construção e validação de cartilha impressa. O conteúdo da cartilha foi validado por 11 enfermeiros juízes especialistas, segundo o Índice de Validade de Conteúdo (CVI maior ou igual a 0,80. A aparência foi validada por 9 mulheres estomizadas segundo avaliação da dificuldade e da conveniência do material educativo. Resultados: a cartilha foi considerada válida segundo os especialistas, com média global de CVI igual a 0,87 e, segundo o público-alvo, com 100% de concordância quanto à adequação da organização, estilo da escrita, aparência e motivação da cartilha. Conclusão: a tecnologia educativa em questão foi validada segundo conteúdo e aparência, constituindo-se, portanto, em um recurso adequado, confiável e de fácil compreensão para a aquisição de conhecimentos sobre o autocuidado na saúde sexual e reprodutiva de mulheres estomizadas.

  10. Necessidades de cuidados de mulheres infectadas pelo papilomavírus humano: uma abordagem compreensiva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Elisa Wotzasek Cestari

    2012-10-01

    Full Text Available Pesquisa fundamentada na fenomenologia de Martin Heidegger que objetivou compreender as necessidades de cuidados das mulheres infectadas pelo Papilomavírus Humanos. Participaram catorze mulheres que haviam recebido o diagnóstico dessa infecção. As questões norteadoras foram: como é, para você, estar com este diagnóstico? Conte-me sua experiência, desde que soube do diagnóstico até hoje. Como está sendo a assistência que você tem recebido? O desvelamento do tema - buscando o cuidado como solicitude - mostrou a importância do suporte dos familiares e de amigos. A presença da infecção como motivo de conflitos e separação conjugal foi outro aspecto ressaltado. Os depoimentos deixam em evidência a resignação após a tentativa frustrada de busca por informações precisas e esclarecedoras para a tomada de decisões assertivas. As ações de saúde à mulher infectada necessitam ultrapassar os modelos tradicionais de cuidado, incluindo ações de promoção e prevenção à saúde, com profissionais capacitados, sensíveis à dimensão subjetiva.

  11. A representação audiovisual das mulheres migradas The audiovisual representation of migrant women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Pontes

    2012-12-01

    Full Text Available Neste artigo analiso as representações sobre as mulheres migradas nos fundos audiovisuais de algumas entidades que trabalham com gênero e imigração em Barcelona. Por haver detectado nos audiovisuais analisados uma associação recorrente das mulheres migradas à pobreza, à criminalidade, à ignorância, à maternidade obrigatória e numerosa, à prostituição etc., busquei entender como tais representações tomam forma, estudando os elementos narrativos, estilísticos, visuais e verbais através dos quais se articulam essas imagens e discursos sobre as mulheres migradas.In this paper I analyze the representations of the migrant women at the audiovisual founds in some of the organizations that work with gender and immigration in Barcelona. At the audiovisuals I have found a recurring association of the migrant women with poverty, criminality, ignorance, passivity, undocumentation, gender violence, compulsory and numerous motherhood, prostitution, etc. Thus, I tried to understand the ways in which these representations are shaped, studying the narrative, stylistic, visual and verbal elements through which these images and discourses of the migrant women are articulated.

  12. MULHER, UMA CONSTRUÇÃO SOCIAL: REPRESENTAÇÕES, ESTEREÓTIPOS E IMAGENS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosana Rocha Siqueira

    2014-06-01

    Full Text Available O presente artigo tem como objetivo uma revisita a referenciais bibliográficos a partir dos quais foi possível refletir sobre a construção de estereótipos relacionados à imagem feminina no século XX partindo-se do conceito de representação proposto por Moscovici (2003. Pretende-se na convergência destas duas categorias (representação e imagem apresentar olhares sobre a construção de alguns estereótipos relacionados às mulheres, uma vez que diversas instituições inclusive o próprio movimento feminista em suas variadas vertentes também preocuparam-se em “criar” representações das mulheres. Algumas discussões presentes neste artigo fizeram parte do conteúdo da disciplina “Seminários avançados sobre produtos, processos e discursos midiáticos” ofertada pelo Núcleo de Pós-Graduação da Universidade Federal de Sergipe. Desta forma pode-se refletir sobre os variados recortes imagéticos dos quais as instituições e as próprias mulheres utilizaram-se para compor novas representações.

  13. O efeito Salieri: O sindicalismo perante as desigualdades entre mulheres e homens no emprego

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Virgínia Ferreira

    2012-10-01

    Full Text Available Os actuais padrões de segregação sexual do mercado de trabalho são ainda, em parte, a expressão viva de práticas excludentes e segregadoras dos sindicatos desde o começo da revolução industrial. Estes padrões começaram a desenhar-se a partir da aceitação do pagamento de menores salários às mulheres. Só num segundo momento os sindicatos passaram a reivindicar a igualdade salarial entre mulheres e homens como forma de defesa do emprego masculino. Numa primeira parte do texto, dá-se conta de algumas destas práticas de fechamento dos sindicatos em Portugal. Numa segunda parte, referem-se as principais linhas de mudança das orientações do movimento sindical perante as desigualdades entre os sexos no mercado de trabalho e apontam-se algumas iniciativas no âmbito da promoção da igualdade entre mulheres e homens.

  14. Os múltiplos papéis sociais de mulheres cuidadoras-leigas de crianças hospitalizadas Los múltiples papeles sociales de mujeres cuidadoras-legas de niños hospitalizados The multiple social roles of lay caregiver women of hospitalized children

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wiliam Wegner

    2010-06-01

    Full Text Available Trata-se de uma pesquisa qualitativa do tipo descritivo-exploratória e intervencionista junto a nove mulheres cuidadoras-leigas de crianças em tratamento oncológico. Os objetivos foram apresentar os múltiplos papéis sociais desempenhados pelas mulheres cuidadoras-leigas de crianças com câncer e discutir o seu papel de cuidadora diante da sociedade. O estudo foi realizado no período entre março e abril de 2007 no Hospital de Clínicas de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Na coleta de dados utilizou-se a técnica de grupo focal. Os resultados, analisados mediante a análise temática, evidenciaram os múltiplos papéis sociais desempenhados pelas mulheres, principais cuidadoras da sociedade, independente do contexto. As considerações finais instigam um debate, pelas instâncias educacionais, políticas e sociais, acerca da redistribuição dos papéis sociais, principalmente a responsabilidade familiar entre o homem e a mulher. A participação da equipe de enfermagem pode efetivar-se pela compreensão desses papéis, impostos pela situação, além de facilitar a inclusão da família na relação de cuidado.Es una investigación cualitativa, descriptiva-exploratoria e intervencionista con nueve mujeres cuidadoras-legas de niños en tratamiento oncológico. Presentado los múltiples papeles sociales desempeñados por las mujeres cuidadoras-legas de niños con cáncer y discute el papel de cuidadora delante de la sociedad. El estudio ocurrió en marzo y abril, 2007 en el Hospital de Clínicas de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil. En la recolección de datos, se utilizó la técnica de grupo focal. Los resultados, analizados mediante el análisis de contenido temático, evidenciaron los múltiples papeles sociales desempeñados por las mujeres, las principales cuidadoras de la sociedad, independiente del contexto. Las consideraciones finales instigan un debate entre las instancias educacionales, políticas y sociales sobre la

  15. Autopercepção da fluorose pela exposição a flúor pela água e dentifrício

    OpenAIRE

    Menezes,Léa Maria Bezerra de; Sousa,Maria da Luz Rosário de; Rodrigues,Lidiany Karla Azevedo; Cury,Jaime Aparecido

    2002-01-01

    A percepção da fluorose dental e seu impacto em escolares de Piracicaba, SP, Brasil, expostos ao uso de flúor pela água e dentifrício, foram avaliados. O problema foi encontrado em 72% das crianças, mas o grau de alteração decorrente não provocou nenhum impacto na satisfação das crianças com seus dentes. Embora a fluorose dental, devido à ingestão de flúor pela água e ao uso de dentifrício fluoretado, não tenha comprometido a estética da amostra populacional avaliada, estudo mais abrangente d...

  16. Doença periodontal em mulheres na pós-menopausa e sua relação com a osteoporose Periodontal disease in women in post-menopause and its relationship with osteoporosis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lívia de Almeida Barros Bertulucci

    2012-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar a relação entre periodontite e osteoporose em um estudo caso-controle sobre a condição periodontal das mulheres na pós-menopausa. MÉTODOS: A amostra foi composta por 99 mulheres na pós-menopausa, divididas em três grupos: osso normal (Gn, osteopenia (Gpenia e osteoporose (Gporose, com 45, 31 e 23 casos, respectivamente. A categorização da massa óssea foi aferida pela absorciometria de dupla emissão com raios X na área lombar (L2 - L4, e pela avaliação da densidade mineral óssea. Os índices de nível de inserção clínica (NIC, sangramento gengival (IG, de placa (IP e profundidade de sondagem (PS foram obtidos de todas as participantes, por apenas um examinador. Foi utilizado o programa BioEstat 2.0 para análise dos dados com os testes paramétricos análise de variância (ANOVA e teste de Bonferroni, empregando-se o nível de significância de 5%. RESULTADOS: O grupo de mulheres com osteoporose apresentou o maior percentual de presença da doença periodontal, com maior média do NIC (2,6±0,4 mm, assim como PS (2,8±0,6 mm, IG (72,8±25,9 mm e IP (72,9±24,2 mm. Após a realização do tratamento estatístico, observou-se que houve diferença significativa para a situação periodontal, principalmente entre os grupos Gn e Gporose (p=0,01 e entre os grupos Gpenia e Gporose (p=0,03. CONCLUSÃO: A osteoporose pode ter uma influência na condição periodontal, por haver relação entre periodontite e osteoporose em mulheres na pós-menopausa.PURPOSE: To investigate the relationship between periodontitis and osteoporosis, using a case-control study about periodontal status of postmenopausal women. METHODS: A total of 99 postmenopausal women were divided into three groups: normal bone (Gn, n=45, osteopenia (Gpenia, n=31 and osteoporosis (Gporosis, n=23. The categorization of bone mass was measured by dual energy absorptiometry with X-rays in the lumbar spine (L2 - L4, by assessing bone mineral density. Clinical

  17. A violência contra a mulher na perspectiva de policiais militares: espaço para a promoção da saúde - DOI: 10.4025/actascihealthsci.v29i1.100 The violence against women from the perspective of police officers: a gap to health promotion- DOI: 10.4025/actascihealthsci.v29i1.100

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valéria Silvana Faganello Madureira

    2007-12-01

    Full Text Available Trata-se de uma pesquisa qualitativa desenvolvida na cidade de Concórdia, Estado de Santa Catarina, com 10 policiais militares e com o objetivo de analisar a concepção de violência contra a mulher na perspectiva dos mesmos. Os dados foram coletados através de entrevista semi-estruturada e analisados com a técnica do Discurso do Sujeito Coletivo – DSC. Os discursos expressam os motivos da violência, a concepção dos policiais sobre ela e por que a mulher não denuncia o agressor. O álcool é apontado como o principal motivo da violência, bem como a cultura machista e o descumprimento das obrigações femininas pela mulher. A análise revela que a mulher não denuncia a violência sofrida principalmente por dependência financeira, medo de sofrer nova violência, vergonha e esperança que o companheiro mude de atitude. Família e violência ainda permanecem como questões de âmbito privado.This qualitative research was developed at Concórdia, state of Santa Catarina, Brazil, with 10 police officers. It aimed to analyze the conception of violence against women from their perspective. The data was collected through a semi-structured interview and analyzed with the Collective Subject Speech technique – DSC. The speeches expressed the reasons of violence, the participants’ conception of it and why women do not denounce the aggressor. The alcohol, the male chauvinist culture and the non-execution of female obligations were pointed out as reasons to violence. Data analysis revealed that women do not denounce mainly because of financial dependence, fear of suffering more violence, for being ashamed and for hope in the partners’ change of attitude. Family and violence still remain considered as private issues.

  18. Avaliação postural em mulheres com dor pélvica crônica Postural evaluation in women with chronic pelvic pain

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Miranda

    2009-07-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar por meio da fotogrametria as alterações posturais de mulheres com dor pélvica crônica. MÉTODOS: foram avaliadas 30 mulheres com queixa de dor pélvica crônica e 37 sem essa queixa, totalizando 67 mulheres. A avaliação constituiu de anamnese, colocação de marcadores fixos em pontos anatômicos definidos e obtenção de fotografias em vista frontal, posterior, lateral esquerda e direita. A análise das fotos foi realizada com o software CorelDraw®, versão 11.0. Foram identificados valores para as variáveis de análise postural de tornozelo, joelho no plano sagital, pelve, lordose lombar, cifose torácica, escápula aduzida/abduzida, ombros, cabeça e teste do terceiro dedo ao chão. As variáveis qualitativas estudadas foram joelho (varo, valgo ou normal, presença ou não de escápula alada e de nivelamento de ombros. Para as análises estatísticas utilizamos o Statistical Package for Social Sciences, versão 16.0. Para a comparação entre as variáveis qualitativas foi utilizado o teste exato de Fisher e método de Monte-Carlo e, para a comparação de dados quantitativos foi utilizado o teste t ou o de Mann-Whitney. As comparações entre os dados contínuos corrigidos para possíveis variáveis de confusão foram feitas pela análise de covariância univariada. O nível de significância foi estabelecido como 0,05 ou 5%. RESULTADOS: foi observada diferença significante entre casos e controles para cabeça protusa (47,5 e 52,0º, respectivamente; pOBJECTIVE: to evaluate by photogrammetry, postural changes in women with chronic pelvic pain. METHODS: thirty women with complaint of chronic pelvic pain and 37 without it, in a total of 67 women, were evaluated. The evaluation was realized through anamnesis, fixed markers in defined anatomical sites, and frontal, posterior, left and right lateral photographies. Photo analysis has been done by the software CorelDraw®, version 11.0. Quantitative values for postural

  19. Fatores associados a quedas em mulheres idosas residentes na comunidade Factors related to falls of elderly women residents in a community

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Gai

    2010-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar quais os fatores associados à presença de queda em um grupo de mulheres idosas independentes e autônomas. MÉTODOS: Foi realizado um estudo descritivo com 83 mulheres idosas participantes do Projeto para a Promoção da Saúde dos Idosos da Universidade Católica de Brasília - UCB. As pacientes responderam a questões sobre sua idade, fatores sociodemográficos, presença de tontura, medicamentos de uso contínuo, autopercepção da saúde e da visão e foram submetidas à Escala de Depressão Geriátrica Abreviada de Yesavage, ao Teste do Alcance Funcional e à Escala de Equilíbrio e Marcha de Tinetti. RESULTADOS: Não se encontrou relação estatisticamente significativa entre idade, fatores sociodemográficos, tontura, medicação psicotrópica, má autopercepção da saúde e da visão e presença de depressão com o fenômeno queda. Entretanto, houve relação de significância estatística para o Teste do Alcance Funcional e a Escala de Equilíbrio e Marcha de Tinetti. CONCLUSÃO: A condição de equilíbrio corporal apresentada pelas mulheres idosas foi o fator que teve associação com a ocorrência de quedas. O Teste do Alcance Funcional e a Escala de Tinetti foram consideradas eficientes na predição do risco de cair, o que sugere que podem ser utilizados tanto para avaliação quanto para identificação de melhora do equilíbrio corporal após o treinamento.OBJECTIVE: Verify the factors related to falls of a group of independent and autonomous elderly women. METHODS: A descriptive study was conducted with 83 elderly women that participate in the Elderly Health Promotion Project of the Universidade Católica de Brasília. They replied to questions related to their age, social demographic factors, dizziness, use of continuous medication, self-perception of health and vision and were submitted to the Yesavage Geriatric Depression Scale, Functional Reach Test and Tinetti Performance-Oriented Mobility Assessment

  20. Saúde sexual, reprodutiva e aspectos socioculturais de mulheres indígenas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Erica Ribeiro Pereira

    2014-12-01

    Full Text Available Objetivo: Conhecer o perfil da saúde sexual, reprodutiva e aspectos socioculturais de mulheres indígenas. Métodos: Estudo observacional, transversal e descritivo, realizado em ambulatório de referência em saúde indígena, durante o período de 2010 a 2013. Aplicou-se um formulário semiestruturado contendo dados socioculturais, histórico de vida sexual e reprodutiva. Coletou-se o esfregaço cervicovaginal. Utilizou-se a análise descritiva, com apresentação de média e desvio padrão (DP para variáveis quantitativas, e números absolutos e relativos para variáveis qualitativas. Resultados: A amostra constituiu-se de 90 indígenas, com idade média de 36 anos (± DP 13,41, pertencentes a 35 etnias. Para 75 mulheres (83,4%, a coitarca ocorreu na faixa etária de 12 a 19 anos, 74 (82,2 % estavam em período reprodutivo e 36 (48,6% usavam método contraceptivo, como o anticoncepcional hormonal e a laqueadura tubária. A média de partos foi de 4,6 por mulher; a idade média no primeiro parto foi de 17,3 anos (± DP 3,23; 23 delas (26,8% tiveram de 1 a 3 abortamentos e 26 (31,2% tiveram um ou mais partos cesáreas. Em oito mulheres (8,9%, identificaram-se alterações para atipias citológicas e doenças sexualmente transmissíveis (Trichomonas vaginalis e Papilomavírus humano no exame colpocitológico. Conclusão: Foram observadas condições de vulnerabilidade das mulheres indígenas a partir do seu perfil sexual e reprodutivo, com exposição às doenças sexualmente transmissíveis, câncer do colo do útero, início precoce da vida sexual e pouco acesso à informação e prevenção.

  1. Encontraria a literatura? As buscas pela Maga em Rayuela, de Julio Cortázar

    OpenAIRE

    DADALTO, W.

    2010-01-01

    Rayuela, de Julio Cortázar, empreende uma busca por uma literatura que seja capaz de promover o encontro com uma outra realidade possível, questionando assim os valores estéticos, cognitivos e sociais do Ocidente. A Maga, que se apresenta em diversas outras mulheres do romance, é a melhor representação dessa busca; por constituir-se enquanto poesia, a Maga está ligada a personagens femininas de outras obras literárias renovadoras, tanto de outros escritores quanto do próprio Cortázar. Horacio...

  2. Os bens de consumo como mecanismo de mediação da reprodução cultural das mulheres negras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Josiane Silva de Oliveira

    2010-02-01

    Full Text Available O consumo, para as mulheres negras, é uma prática material e simbólica que expressa pertencimento social e étnico, em especial quando relacionados aos cabelos crespos, pois a manipulação destes reflete os conflitos sociais os quais estas mulheres estão envolvidas na sociedade brasileira. Objetivamos, nessa pesquisa, compreender como as mulheres negras utilizam o consumo como mecanismo de reprodução cultural, ao substanciar de significados os bens consumidos para a construção de identificação como mulher negra.

  3. A violência na vida de mulheres em situação de rua na cidade de São Paulo, Brasil

    OpenAIRE

    Rosa, Anderson da Silva; Brêtas, Ana Cristina Passarella

    2015-01-01

    Esta cartografia objetivou trazer à reflexão situações de violência na vida de mulheres em condição de rua na cidade de São Paulo, Brasil. Durante o trabalho de campo, o pesquisador interagiu com cerca de cem mulheres em situação de rua, sendo as percepções registradas em diário de campo. Posteriormente, 22 mulheres foram entrevistadas em um albergue. Depreendemos, dos resultados, que a situação de rua para as mulheres foi relacionada a: violências sofridas no contexto doméstico e familiar, a...

  4. Caracterização do desempenho ocupacional de mulheres portadoras de dor pélvica crônica

    OpenAIRE

    Raquel Verceze Bortolieiro

    2015-01-01

    Introdução: A dor crônica pélvica É uma das doenças mais frequentes entre mulheres na idade reprodutiva, e como a maioria delas, tem impacto direto na vida conjugal, social e profissional da mulher. O impacto da dor no desempenho ocupacional das mulheres afeta diretamente a atividade econômica domiciliar, visto que, atualmente, a mulher representa uma parte considerável da renda familiar. A terapia ocupacional pelo Modelo Canadense de Desempenho Ocupacional as dimensões holísticas do individu...

  5. Alterações de equilíbrio postural e qualidade de vida em mulheres no ciclo gravídico puerperal

    OpenAIRE

    Eufrásio, Laiane Santos

    2015-01-01

    INTRODUÇÃO: O ciclo gravídico-puerperal causa inúmeras transformações na vida da mulher, sejam elas físicas, hormonais, emocionais ou sociais. Tais alterações podem afetar o equilíbrio postural e a qualidade de vida dessas mulheres na gravidez, podendo persistir no pós-parto. OBJETIVO: Analisar alterações no equilíbrio postural e qualidade de vida em mulheres na gravidez e no pós-parto. METODOLOGIA: Este estudo foi composto por 47 mulheres participantes do Curso para Gestant...

  6. Estudo de caso controlo emparelhado da depressão, sintomas psicopatológicos, auto-estima e auto-conceito em mulheres obesas e normativas

    OpenAIRE

    Carneiro, Ana

    2010-01-01

    O presente estudo teve como objectivo avaliar se existem diferenças estatisticamente significativas no que respeita à auto – estima e ao auto – conceito em mulheres obesas, utentes de uma unidade de saúde a usufruir de apoio psicoterapêutico comparativamente com mulheres normativas. Pretendeu-se ainda verificar a existência de indicadores de maior incidência de depressão e de sintomas psicopatológicos nas mulheres obesas relativamente às mulheres normativas. A amostra foi constituída po...

  7. Desenvolvimento e igualdade de gênero: avanços e desafios no enfrentamento da violência contra a mulher

    OpenAIRE

    Grossi, Patrícia Krieger; Vincensi, Jaqueline Goulart; Almeida, Sônia Maria A. F; Pedersen, Jaina Raqueli

    2012-01-01

    Este artigo tem por objetivo destacar a importância de políticas públicas de enfrentamento á violência contra a mulher e da Lei Maria da Penha a partir do olhar dos gestores das políticas de assistência social, coordenadores das Políticas de Mulheres e profissionais que atuam em Centros de Referência de Mulheres, Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e Centro de Referência Especializado da Assistência Social (CREAS) e mulheres em atendimento em municípios do Estado do Rio Grande ...

  8. Representação social da violência sexual e sua relação com a adesão ao protocolo de quimioprofilaxia do HIV em mulheres jovens e adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ericka Viviane Pontes Procópio

    2014-06-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi conhecer as representações sociais da violência sexual e sua relação com a adesão do protocolo da quimioprofilaxia do HIV em mulheres jovens e adolescentes. Realizou-se uma pesquisa qualitativa, orientada pela teoria das representações sociais, através de entrevista gravada com 13 mulheres, com idades entre 12 e 23 anos. No grupo, observou-se que as representações sociais construídas acerca da violência sexual exerceram uma considerável influência na adesão ao tratamento quimioprofilático. As pesquisadas elaboraram imagens nas quais as preocupações geradas à família, desconfortos causados pelos efeitos dos fármacos, a mudança de rotina, o medo de adoecer, de ser estigmatizada, ansiedade e raiva, apareceram como elementos constantes, podendo acarretar o abandono do tratamento. Considerando a influência dessas representações no tratamento, verifica-se a necessidade de uma maior atenção dos serviços de saúde com relação a estas possibilidades, dispondo de recursos para planejar sua assistência com base nestas diferentes necessidades. É preciso que, além do investimento em pesquisas com novos fármacos, exista um investimento em pesquisas qualitativas, que forneçam subsídios para um acompanhamento mais apropriado das pacientes.

  9. A bicicleta, o ciclismo e as mulheres na transição dos séculos XIX e XX Bicycle, cycling and women in the 19th to 20th centuries' transition

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Victor Andrade de Melo

    2009-04-01

    Full Text Available Este artigo tem por objetivo discutir as relações entre a nova configuração da presença social das mulheres (e nesse cenário as posições de líderes dos movimentos por direitos civis femininos, a nova dinâmica social marcada pela valorização das atividades públicas de lazer (da qual o ciclismo é um exemplo privilegiado e um novo invento (a bicicleta na transição dos séculos XIX e XX. Inicialmente abordaremos os casos específicos da Europa (com destaque para a França e dos Estados Unidos, buscando recuperar as pioneiras discussões e ocorrências acerca do envolvimento de mulheres com o ciclismo. Posteriormente, discutiremos o caso específico do Rio de Janeiro, a maior cidade e a capital do país à época, cujos dirigentes tinham aspirações de constituí-la na metrópole moderna brasileira.This article aims to discuss the relationships between the new configuration of the women social presence (and, in this scenario, the positions of leaders of feminine civil rights' movements, the new social dynamics marked by the valorization of public leisure activities (of which cycling is a remarkable example and a new invention (the bicycle in the 19th to 20th centuries' transition. Initially, we discuss specific cases of Europe (mainly those of France and United States, searching to recover the pioneer discussions and occurrences concerning the involvement of women with cycling. Later, we discuss the specific case of Rio de Janeiro, the biggest city and capital of the country at that time, whose leaders had aspirations to constitute in the Brazilian modern metropolis.

  10. Assistência ao parto na maternidade: representações sociais de mulheres assistidas e profissionais de saúde Hospital care at childbirth: social representations of women and health care professionals

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sandra Cristina da Silveira

    2010-04-01

    Full Text Available Estudo de caráter comparativo que teve por objetivo investigar representações sociais (RS de mulheres assistidas (20 e profissionais de saúde (20, sobre a assistência ao parto em maternidades. Foram realizadas 40 entrevistas que examinaram duas maternidades com enfoques diferentes de assistência ao parto. Para a análise dos dados utilizou-se a análise lexicográfica e classificação hierárquica descendente dos textos (ALCESTE. Entre os profissionais encontraram-se duas representações distintas: a primeira, denota uma visão medicalizada da assistência, e a outra aponta para uma assistência identificada com a proposta do Movimento pela Humanização do Parto e Nascimento. Entre as mulheres assistidas a qualidade da relação estabelecida com os profissionais é o fator que maior influência parece exercer sobre a maneira como representam a assistência recebida.The aim of this comparative study was to investigate social representations of assisted women (20 and health care professionals (20 concerning childbirth assistance in maternities. Forty interviews were made examining two maternities with different approaches to childbirth assistance. In dealing with the data, we used lexicographical analysis and hierarchical descending clustering of texts (ALCESTE software. Among the health care professionals, two distinct representations were found: the first denoting a medicalized vision of assistance, and the second pointing towards an assistance identified with the Humanization of Birth Movement. Among the assisted women, the quality of their relationship with health care professionals seems to be the main influence on the way they represent the received assistance.

  11. Discurso e "verdade": a produção das relações entre mulheres, homens e matemática Discourse and "truth": the production of the relationships between women, men and mathematics

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Celeste Reis Fernandes de Souza

    2009-08-01

    Full Text Available Este trabalho apresenta um ensaio de análise desenvolvido numa pesquisa que investigou relações de gênero nas práticas de numeramento das/os alunas/os da Educação de Pessoas Jovens e Adultas (EJA. Na tentativa de compreender como essas relações, pautadas nas diferenças de gênero, constituem-se nas práticas de numeramento e constituem tais práticas, adotamos o conceito de gênero como uma categoria de análise, transitando pelas teorizações foucaultianas relativas ao discurso. Assumindo contribuições do campo da etnomatemática, problematizamos a racionalidade de matriz cartesiana como produtora de verdades sobre mulheres, homens e matemática. Neste artigo, descrevemos o enunciado "Homem é melhor em matemática do que mulher", identificado como produtor do discurso da superioridade masculina em matemática.This work presents an analysis essay developed in a research which investigated the gender relations in numeracy practices of male and female students in Youth and Adult Education (EJA. As an attempt to understand how these relations - based on gender differences - are constituted by numeracy practices and, at the same time, how they constitute such practices, we adopt the gender concept as an analysis category, passing through Foucaultian theorizations related to discourse. Taking into consideration the contributions from Ethnomathematics, we point to the rationality of the Cartesian matrix as the producer of truths about women, men and mathematics. This article describes the utterance "Man is better in math than woman", which was identified as a discourse maker of male superiority in mathematics.

  12. Regulações do corpo e da parentalidade durante o pré-natal em mulheres jovens de camadas populares = Regulation of the body and parentality during the prenatal period in working-class young women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Robles, Alfonsina Faya

    2015-01-01

    Full Text Available A partir de duas pesquisas etnográficas realizadas com mulheres jovens de camadas populares usuárias dos serviços de saúde pública, no Recife e no Rio de Janeiro, no artigo analisamos as relações destas com os profissionais e serviços de saúde de proximidade na construção de experiências da gravidez. Destacamos a maneira como os atendimentos do pré-natal têm se convertido em um dispositivo de regulação não somente de comportamentos e práticas corporais ligadas ao “cuidado de si” e do “outro a vir”, mas também das relações de parentalidade. Seguindo esse escopo, observamos quatro técnicas de regulação sanitária: a assignação à maternidade, a construção de um “projeto de criança”, a formação de “grupos de discussão” e a mobilização da categoria de “risco”. Em conclusão, relativizamos a força disciplinar do dispositivo para compreender como as experiências da gravidez são construídas pelas mulheres, bem como para enfatizar as mudanças nos regimes de regulação na área da saúde materno-infantil

  13. Qualidade de vida e depressão em mulheres vítimas de seus parceiros

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa Gurgel Adeodato

    2005-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a qualidade de vida e depressão nas mulheres vítimas da violência doméstica; estabelecer o perfil socioeconômico da mulher agredida pelo parceiro e as particularidades das agressões sofridas. MÉTODOS: A amostra constituiu-se de 100 mulheres que sofreram agressão de seus parceiros e que prestaram queixa na Delegacia da Mulher do Ceará. Foram aplicados três questionários: o primeiro visa a obter dados demográficos e sobre a violência sofrida; o segundo (GHQ-28, sobre a qualidade de vida em geral; e o terceiro (Beck, quantifica o grau de depressão. RESULTADOS: O perfil da mulher agredida é: jovem, casada, católica, tem filhos, pouco tempo de estudo e baixa renda familiar. Álcool e ciúme foram os fatores mais referidos como desencadeantes das agressões, tendo 84% das mulheres sofrido agressão física. Foi observado que 72% delas apresentaram quadro sugestivo de depressão clínica; 78% tinham sintomas de ansiedade e insônia; 39% já pensaram em suicídio e 24% passaram a fazer uso de ansiolíticos após o início das agressões. CONCLUSÕES: A análise dos dados sugere que a violência doméstica está associada a uma percepção negativa da saúde mental da mulher.

  14. Motivos para a prática de ginástica em academias exclusivas para mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Deimersom Pereira FRAZÃO

    2015-03-01

    Full Text Available O objetivo desta pesquisa é analisar o conteúdo do discurso de praticantes de ginástica em academias exclusivas para mulheres sobre os motivos dessa prática, com o foco direcionado para as relações que se estabelecem entre esses motivos e o binarismo sexual. Trata-se de um estudo qualitativo. Com base em um roteiro de questões semiestruturado, 23 frequentadoras de três academias de ginástica exclusivas para mulheres situadas no município de Juiz de Fora, Minas Gerais, foram entrevistadas. Concluímos que a motivação das entrevistadas para a prática da ginástica em academias destinadas exclusivamente às mulheres se mostra ancorada, fundamentalmente, na relação que as mesmas estabelecem, direta ou indiretamente, com o homem, em casa (namorados, maridos e/ou na cena social. Quando comparadas às academias de ginástica mistas, as exclusivas para mulheres emergem como um espaço que pode proporcionar à mulher maior liberdade para: expressar as próprias insatisfações corporais; observar a outra mulher, sem que os sentimentos de competitividade aflorem como em geral afloram no ambiente em que há a presença física do homem; apresentar-se menos assujeitada a padrões corporais de vestimenta e/ou de maquiagem considerados mais belos ou elaborados, inclusive por elas mesmas. Deve-se ainda observar a possibilidade de que nas academias exclusivas as mulheres fiquem mais focadas na exercitação física; pelo fato de sentirem-se mais à vontade, consequentemente, podem se concentrar mais nas práticas e realizar os mais variados movimentos/exercícios sem constrangimentos provocados por olhares invasivos, de homens.

  15. Effects of physical therapy in older women with urinary incontinence: a systematic review Efeitos do tratamento fisioterapêutico em mulheres idosas com incontinência urinária: uma revisão sistemática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa S. Pereira

    2012-01-01

    IU foi realizada nas bases de dados ISI Web of Knowlegde, Medline/Pubmed, Lilacs, Scielo e PEDro. Foram selecionados ensaios clínicos publicados nas línguas inglesa e portuguesa após o ano de 2000. A qualidade metodológica dos estudos foi avaliada pela Escala PEDro, e a análise dos resultados dos estudos foi realizada por meio de revisão crítica dos conteúdos. RESULTADOS: Seis estudos foram revisados na íntegra, revelando-se que os exercícios de fortalecimento da musculatura do assoalho pélvico foram o tratamento de escolha na maioria dos estudos. Cinco dos seis estudos selecionados foram classificados como de alta qualidade metodológica. Houve melhora significativa dos sintomas miccionais após o tratamento proposto em cinco dos seis estudos selecionados. CONCLUSÕES: Conclui-se que o tratamento fisioterapêutico parece ser efetivo para a redução dos sintomas miccionais em mulheres idosas com IU. No entanto, o pequeno número de estudos e a aplicação de técnicas em conjunto limita as conclusões sobre o tema.

  16. Effects of physical therapy in older women with urinary incontinence: a systematic review Efeitos do tratamento fisioterapêutico em mulheres idosas com incontinência urinária: uma revisão sistemática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa S. Pereira

    2012-12-01

    IU foi realizada nas bases de dados ISI Web of Knowlegde, Medline/Pubmed, Lilacs, Scielo e PEDro. Foram selecionados ensaios clínicos publicados nas línguas inglesa e portuguesa após o ano de 2000. A qualidade metodológica dos estudos foi avaliada pela Escala PEDro, e a análise dos resultados dos estudos foi realizada por meio de revisão crítica dos conteúdos. RESULTADOS: Seis estudos foram revisados na íntegra, revelando-se que os exercícios de fortalecimento da musculatura do assoalho pélvico foram o tratamento de escolha na maioria dos estudos. Cinco dos seis estudos selecionados foram classificados como de alta qualidade metodológica. Houve melhora significativa dos sintomas miccionais após o tratamento proposto em cinco dos seis estudos selecionados. CONCLUSÕES: Conclui-se que o tratamento fisioterapêutico parece ser efetivo para a redução dos sintomas miccionais em mulheres idosas com IU. No entanto, o pequeno número de estudos e a aplicação de técnicas em conjunto limita as conclusões sobre o tema.

  17. Associação entre o nível de atividade física e a área de gordura visceral em mulheres pós-menopáusicas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiano Penas Seara Pitanga

    2014-07-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: O aumento da gordura visceral abdominal está associado à redução dos níveis de atividade física habitual e gera na mulher pós-menopáusica, o surgimento da doença da inatividade física, caracterizada pela manifestação de um conjunto de patologias, entre as quais se incluem diabetes mellitus do tipo 2 e doenças cardiovasculares. Por outro lado, a atividade física regular parece ter impacto significativo na prevenção tanto da gordura intra-abdominal quanto das complicações metabólicas e cardiovasculares. OBJETIVO: Verificar a associação entre a caminhada e a atividade física de moderada intensidade com a área de gordura intra-abdominal em mulheres pós-menopáusicas. MÉTODOS: A amostra foi composta por 239 mulheres com média de idade de 57,4 ± 6,6 anos participantes do programa "Menopausa em Forma". Para análise da atividade física foi utilizado o IPAQ versão longa. Consideraram-se os valores de 1.601 kcal/semana na caminhada e 2.283 kcal/semana na atividade física de moderada intensidade como suficientes para prevenção do excesso de gordura intra-abdominal. Utilizou-se a análise de regressão logística para estimar a odds ratio (OR, com intervalo de confiança de 95%. RESULTADOS: Após análise multivariada observou-se que a caminhada ofereceu proteção contra o excesso de gordura intra-abdominal, principalmente nas mulheres com períodos menstruais regulares, OR = 0,22 (0,08-0,62 e que não fazem reposição hormonal, OR = 0,05 (0,01-0,49. Já o nível de atividade física de intensidade moderada ofereceu proteção contra a gordura intra-abdominal independentemente da reposição hormonal ou dos períodos menstruais regulares, OR = 0,37 (0,14-0,66. CONCLUSÃO: A caminhada e principalmente o nível de atividade física de moderada intensidade podem ser importantes para prevenção do excesso de gordura intra-abdominal e suas complicações metabólicas e cardiovasculares em mulheres pós-menopaúsicas.

  18. ANALGESIA TRANSOPERATÓRIA INDUZIDA PELA MORFINA OU MEPERIDINA EM GATOS SUBMETIDOS A OSTEOSSÍNTESE

    OpenAIRE

    Cunha, João Marcelo Caldeira Cardoso Pinto da; Cortopassi, Silvia Renata Gaido; Machado, Aline

    2002-01-01

    O objetivo do presente estudo foi avaliar a qualidade da analgesia proporcionada pela morfina e meperidina em gatos acometidos por processos traumáticos e submetidos a osteossíntese. Para tanto, foram utilizados 18 animais distribuídos em dois grupos: o grupo I recebeu acepromazina (0,2mg/kg) e meperidina (4,0mg/kg), ambos pela via intramuscular; a indução anestésica foi realizada através da administração de quetamina (3,0mg/kg) e midazolam (0,3mg/kg) ambos pela via intravenosa, e a manutençã...

  19. Self-esteem of raped women Autoestima de las mujeres que sufrieron violencias Auto-estima de mulheres que sofreram violência

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucila Amaral Carneiro Vianna

    2006-10-01

    evaluaciones mostraron que las oficinas constituyen un medio de reflexión, retorno de la vida normal y reconstrucción de la autoestima, tanto para las victimas de violencia sexual como para los profesionales que las asisten.Estudo qualitativo que mostra resultados de oficinas de auto-estima realizadas com usuárias (mulheres que foram violentadas sexualmente e profissionais da área da saúde, com o objetivo de elevar a auto-estima dessas mulheres e sensibilizar os profissionais que as atendem. Foram utilizadas técnicas da PNL, que possibilitaram trazer à tona experiências vividas, contribuindo para uma releitura e minimização dos fatores causais da baixa auto-estima. Nas oficinas foram abordados temas como: o nojo, medo e fruto do estupro; imagem e local; morte; vingança; apoio e solidariedade; violência doméstica e o mau atendimento às vítimas. As histórias foram transcritas e analisadas, mantendo a fidelidade dos conteúdos. Responderam pela baixa auto-estima experiências vivenciadas no lar e junto a pessoas pelas quais se nutria afeição e admiração, e aquelas advindas principalmente da violência sofrida. As avaliações apontaram as oficinas como oportunidade de reflexão, retomada da vida normal e reconstrução da auto-estima, tanto para as vítimas da violência como para os profissionais da saúde que as atendem.

  20. Vivências de cuidados da mulher mastectomizada: uma pesquisa bibliográfica Vivências de la mujer mastectomizada: una investigación bibliográfica The experience of mastectomized woman: a bibliographic research

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sandrine Gonçales Pereira

    2006-12-01

    Full Text Available Com o objetivo de conhecer a produção científica acerca do cuidado à mulher mastectomizada, enfocando os sentimentos manifestados, as dificuldades enfrentadas e as estratégias de cuidado adotadas pela enfermagem, realizou-se uma pesquisa bibliográfica com 23 artigos publicados, a partir de 1990, em periódicos nacionais. A partir da metododologia proposta por Salvador, os principais sentimentos identificados nas mulheres foram o medo, a rejeição, a culpa e a perda; dentre as dificuldades, destacam-se a aceitação da auto-imagem, o enfrentamento do preconceito e dos efeitos colaterais do tratamento quimioterápico, sobretudo a alopécia, a dor e as dificuldades fís