WorldWideScience

Sample records for em idosos em

  1. Quedas em idosos institucionalizados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Julia Emiko Fleming Uchida

    2014-03-01

    Full Text Available O objetivo do presente estudo foi verificar a frequência de quedas em idosos institucionalizados, bem como descrever os fatores de risco para quedas dessa população. As informações foram obtidas por meio de análise de prontuários, de entrevistas e pelos testes Timed Up and Go, Short Physical Performance Battery, Mini-exame do Estado Mental, Medida de Independência Funcional e Escala de Depressão Geriátrica-15. A frequência de quedas foi de 22,2% e verificou-se que os fatores de risco são frequentes nessa população, mostrando, assim, um risco importante para quedas futuras. Palavras-chave: Saúde do Idoso Institucionalizado; Acidentes por quedas; Fatores de risco.

  2. Quedas em idosos institucionalizados

    OpenAIRE

    Julia Emiko Fleming Uchida; Sheila de Melo Borges

    2014-01-01

    O objetivo do presente estudo foi verificar a frequência de quedas em idosos institucionalizados, bem como descrever os fatores de risco para quedas dessa população. As informações foram obtidas por meio de análise de prontuários, de entrevistas e pelos testes Timed Up and Go, Short Physical Performance Battery, Mini-exame do Estado Mental, Medida de Independência Funcional e Escala de Depressão Geriátrica-15. A frequência de quedas foi de 22,2% e verificou-se que os fatores de risco são freq...

  3. Quedas em idosos

    OpenAIRE

    Meneses, Joana Gonçalves de

    2016-01-01

    Trabalho final do mestrado em medicina do desporto com vista à atribuição do Grau de Mestre (área científica de geriatria), apresentado à Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra As quedas na população idosa constituem um grande problema de saúde pública, tendo em conta a sua dimensão física, psicológica, económica e social. Subjacente à ocorrência destes acontecimentos existe uma série de fatores de risco, como a idade, falta de equilíbrio, sedentarismo, doenças crónicas, a polime...

  4. Iatrogenia em pacientes idosos hospitalizados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carvalho-Filho Eurico T.

    1998-01-01

    Full Text Available Analisar as complicações iatrogênicas apresentadas por idosos hospitalizados. Estudo retrospectivo dos prontuários de 96 pacientes, 48 do sexo masculino e 48 do feminino, com idades variando de 60 a 93 anos (média: 75,7 anos, hospitalizados durante o ano de 1995 em enfermaria geriátrica. A análise da evolução dos pacientes durante o período de hospitalização permitiu evidenciar: 1 em 42 (43,7% pacientes ocorreram uma ou mais complicações iatrogênicas, num total de 56 episódios; 2 manifestações relacionadas aos procedimentos diagnósticos corresponderam a 17,9% das iatrogenias; 3 alterações relacionadas às medidas terapêuticas corresponderam a 58,9%, sendo 32,1% referentes à terapêutica farmacológica e 26,8% a outros procedimentos terapêuticos; 4 manifestações iatrogênicas não relacionadas diretamente às afecções (úlceras de decúbito, quedas e fraturas corresponderam a 23,2%; 5 a presença de manifestações iatrogênicas correlacionou-se com período mais prolongado de internação; 6 cinco pacientes faleceram em conseqüência direta de complicações iatrogênicas. A iatrogenia é freqüente em pacientes idosos hospitalizados, podendo determinar manifestações graves e mesmo fatais. Como uma significativa proporção dessas complicações pode ser evitada através de medidas adequadas, deve-se procurar identificar suas causas e desenvolver métodos para previni-la ou reduzir seus efeitos.

  5. Iatrogenia em pacientes idosos hospitalizados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eurico T. Carvalho-Filho

    1998-02-01

    Full Text Available Analisar as complicações iatrogênicas apresentadas por idosos hospitalizados. Estudo retrospectivo dos prontuários de 96 pacientes, 48 do sexo masculino e 48 do feminino, com idades variando de 60 a 93 anos (média: 75,7 anos, hospitalizados durante o ano de 1995 em enfermaria geriátrica. A análise da evolução dos pacientes durante o período de hospitalização permitiu evidenciar: 1 em 42 (43,7% pacientes ocorreram uma ou mais complicações iatrogênicas, num total de 56 episódios; 2 manifestações relacionadas aos procedimentos diagnósticos corresponderam a 17,9% das iatrogenias; 3 alterações relacionadas às medidas terapêuticas corresponderam a 58,9%, sendo 32,1% referentes à terapêutica farmacológica e 26,8% a outros procedimentos terapêuticos; 4 manifestações iatrogênicas não relacionadas diretamente às afecções (úlceras de decúbito, quedas e fraturas corresponderam a 23,2%; 5 a presença de manifestações iatrogênicas correlacionou-se com período mais prolongado de internação; 6 cinco pacientes faleceram em conseqüência direta de complicações iatrogênicas. A iatrogenia é freqüente em pacientes idosos hospitalizados, podendo determinar manifestações graves e mesmo fatais. Como uma significativa proporção dessas complicações pode ser evitada através de medidas adequadas, deve-se procurar identificar suas causas e desenvolver métodos para previni-la ou reduzir seus efeitos.

  6. Fadiga em idosos em tratamento quimioterápico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thalyta Cristina Mansano-Schlosser

    2014-08-01

    Full Text Available Pesquisa com delineamento transversal, realizada de agosto a dezembro de 2010, que objetivou identificar a presença e intensidade da fadiga em 140 idosos (média de idade 69,8 anos, 52,1% do sexo feminino com diagnóstico de câncer, em tratamento quimioterápico ambulatorial. Utilizou-se um questionário para caracterização sociodemográfica e clínica e a Escala de Fadiga de Piper-revisada. Identificou-se a presença de fadiga em 60 idosos (42,9% e a causa atribuída foi o câncer (64,1%, a quimioterapia (32,8% e o tratamento (3,1%. Como fator de alívio, os idosos entrevistados relataram "dormir", "rezar" e "morrer", enquanto 45% deles disseram "não ter o que fazer", pois a fadiga não poderia ser aliviada. Espera-se que este estudo alerte os profissionais de enfermagem para a relevância da fadiga e os estimule a identificar e realizar intervenções de enfermagem que visem o adequado manejo desse sintoma no paciente idoso oncológico.

  7. A vivência afetiva em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Érika Arantes de Oliveira

    Full Text Available Objetivou-se analisar a vivência afetiva em idosos asilados (A e não asilados (NA a partir de dois grupos de 25 mulheres com mais de 60 anos. Utilizou-se entrevista semi-estruturada sobre história de vida e Teste de Pfister, sendo que A e NA apontaram idealização da infância e da velhice e qualificação negativa da juventude. Na fase adulta, os asilados referiram vivência mais negativa. O Pfister sinalizou, em ambos os grupos, preservação do funcionamento lógico e afetivo, mas certa ansiedade. Inexistiu diferença significativa entre A e NA, sugerindo que a institucionalização não dificulta, necessariamente, o vivenciar saudável da velhice, apontando direção para intervenções terapêuticas com esta população.

  8. Achados histopatológicos renais em idosos

    OpenAIRE

    Carmo,Priscylla Aparecida Vieira do; Kirsztajn,Gianna Mastroianni; Carmo,Wander Barros do; Franco,Marcello Fabiano; Bastos,Marcus Gomes

    2010-01-01

    INTRODUÇÃO: A população idosa mundial tem aumentado de forma expressiva e pesquisas apontam para um aumento da expectativa de vida dos brasileiros em cerca de 10 anos. Assim como outras comorbidades, as doenças glomerulares também são observadas em idosos e, neste contexto, a biopsia renal surge como ferramenta diagnóstica fundamental para auxiliar a tomada de conduta, evitando, muitas vezes, terapias desnecessárias. OBJETIVO: Estabelecer a frequência dos diagnósticos histológicos em idosos s...

  9. Preditores cardiovasculares da mortalidade em idosos longevos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Pedro Marafon

    Full Text Available O objetivo deste trabalho é investigar a associação entre fatores de risco e morbidade cardiovascular com mortalidade em idosos longevos. Noventa e um por cento da população com idade ³ 80 anos (n = 193 de Veranópolis, Rio Grande do Sul, no ano de 1996, foram avaliados para a detecção de fatores de risco e morbidade cardiovascular. Acompanhou-se esta população durante 3 anos e registraram-se os casos de óbitos. Os dados foram analisados por análise univariada e multivariada por regressão logística. Ocorreram 41 (21% óbitos (20 homens e 21 mulheres. As mortes foram distribuídas ao longo do período estudado como se segue: 3 (7,3% no primeiro ano, 8 (19,5% no segundo ano e 30 (73,2% no terceiro ano. Observou-se associação significativa de óbito com as seguintes características: pressão arterial diastólica (PAD, colesterol total (CT, LDL-C, ApoA-I, acidente vascular encefálico prévio (AVC, bloqueio do ramo direito (BRD e hipertrofia ventricular esquerda (HVE ao ECG. Os sobreviventes apresentaram níveis mais elevados de PAD, CT, LDL-C e ApoA-I. AVC, BRD e HVE. A análise multivariada mostrou que as variáveis eram fatores de risco independentes. Os fatores de risco cardiovascular parecem atuar de forma diferenciada em longevos.

  10. Xerostomia associada ao uso de medicamentos em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Alberto Rech

    2016-10-01

    Full Text Available A xerostomia, também conhecida como sensação de boca seca, tem como principal sinal uma redução na produção de volume salivar. É um problema comum em idosos e está principalmente associada ao uso de medicamentos com potencial xerostômico.  Além da sensação de boca seca, pode causar dificuldade ao deglutir alimentos, ao falar, adaptação de prótese, ardência na boca, halitose, cárie.  Este estudo tem por objetivo verificar a inter-relação entre o uso de medicamentos e a presença de xerostomia em 14 idosos residentes no Abrigo Nossa Senhora da Luz, Passo Fundo – RS, através da aplicação de questionário para análise dos fatores envolvidos em Xerostomia, como o uso de medicamentos, dados sociais, odontológicos e médicos; bem como de auto-percepção quanto aos sinais de xerostomia. Em seguida foi coletada amostra de saliva, mascando um pequeno pedaço de lençol de borracha (1cmx1cm e expelindo em um recipiente de plástico, após estímulo de um minuto para a mensuração de fluxo salivar (ml./min.. Encontrou-se como resultado em relação à xerostomia uma prevalência de 57.14% dentre os idosos avaliados, o uso de medicação antihipertensiva e antidepressiva em onze idosos (78,57%, o uso de ansiolíticos em cinco (35,71%, quatro de hiploglicemiantes (28,57%, oito (57,14% idosos corresponderam aos sintomas de secura bucal, cinco (35,72% a sensação de ardência, oito a sede constante (57,14% e dois (14,28% à dificuldade de deglutição. Conclui-se que a xerostomia é de causa multifatorial, estando associada à idade avançada devido a uma maior necessidade de uso concomitante de medicamentos com alto potencial xerostômico, sendo estes para tratamento de doenças sistêmicas.

  11. Prevalência de quedas e fatores associados em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Danielle Teles da Cruz

    2012-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar a prevalência de quedas em idosos e analisar fatores associados. MÉTODOS: Estudo transversal com 420 idosos (60 anos ou mais residentes em Juiz de Fora, MG, em 2010. Foi realizado inquérito domiciliar e descrita a ocorrência de queda nos últimos 12 meses. Para a análise dos fatores associados ao desfecho, foi construído um modelo teórico de determinação com três blocos hierarquizados. As variáveis foram ajustadas entre si dentro de cada bloco; aquelas com nível de significância < 0,20 foram incluídas no modelo de regressão de Poisson e ajustadas ao nível superior ao seu, com o nível de 5% de significância. RESULTADOS: A prevalência de quedas entre os idosos foi de 32,1% (IC95% 27,7;36,9. Entre aqueles que sofreram queda, 53% tiveram uma única queda e 19% tiveram fratura como conseqüência. Maior parte das quedas (59% ocorreu no domicílio do idoso. A ocorrência de quedas associou-se com idade avançada, sexo feminino, necessidade de auxílio para locomoção e diagnóstico auto-referido de osteoporose. CONCLUSÕES: As quedas são freqüentes entre idosos. O conhecimento dos fatores associados à ocorrência desse evento pode auxiliar na elaboração de estratégias de prevenção e serviços de saúde adequados.

  12. Estudo comparativo entre o trauma em idosos e não idosos atendidos em um Hospital Universitário de Curitiba

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    César Augusto Broska Júnior

    Full Text Available OBJETIVO: comparar e identificar diferenças no perfil de pacientes idosos e não idosos atendidos por trauma. MÉTODOS: estudo transversal comparativo quantitativo retrospectivo realizado com 3112 pacientes entre 25/11/2010 e 25/02/2011 que foram classificados em GI idosos (60 anos ou mais e GA não idosos (13 a 59 anos. Foram coletadas informações sobre mecanismo, lesões e fatores associados ao acidente que foram comparados entre os grupos através da utilização dos testes χ2, t de Student e proporções. RESULTADOS: as quedas foram mais frequentes em GI em destaque as de própria altura enquanto que violência, quedas e acidentes de trânsito (em especial os com moto foram os mais importantes em GA. Ambos os grupos possuíram traumas leves (contusões, entorses como os mais frequentes, seguido por traumatismo crânio-encefálico (TCE e fraturas. Nos membros inferiores as fraturas de fêmur foram mais comuns em idosos enquanto que fraturas de mão e punho nos não idosos. Os idosos ficaram menos dias internados e não houve diferença quanto a presença de complicações, necessidade de UTI ou mortalidade entre os grupos. CONCLUSÃO: Quedas de mesmo nível são mais frequentes em idosos e acidentes de moto, violência interpessoal em não idosos. Ambos os grupos apresentaram traumas superficiais, TCE e fraturas como principais lesões decorrentes do trauma. Os idosos ficaram menos dias internados. Não houve diferença quanto a necessidade de UTI, presença de complicações e mortalidade.

  13. Posturografia em idosos com distúrbios vestibulares e quedas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Camila Macedo

    2013-05-01

    Full Text Available Introdução: A posturografia estática e dinâmica tem sido usada para analisar a habilidade de idosos com disfunção vestibular em manter o equilíbrio corporal em diferentes condições de conflitos sensoriais. O objetivo do exame é quantificar a velocidade de oscilação e o deslocamento do centro de pressão nas condições de conflitos visual, somatossensorial e interação visuo-vestibular, e o limite de estabilidade. Objetivo: Analisar a literatura referente ao controle do equilíbrio corporal em idosos com distúrbios vestibulares por meio de posturografia computadorizada estática e dinâmica. Métodos: Revisão nas bases de dados LILACS, EMBASE, MEDLINE, Scielo, Cochrane, ISI Web of Knowledge e bibliotecas virtuais de teses e dissertações, utilizando as palavras-chave “Idoso”, “Equilíbrio Postural”, “Avaliação”, “Controle Postural”, “Quedas”, “Posturografia”, “Vestibular” e/ou “Tontura” de publicações dos últimos vinte anos. Resultados: Há vários modelos de posturografias que mensuram as respostas posturais e o risco de quedas em indivíduos idosos, perante os diferentes estímulos sensoriais, incluindo a tecnologia de realidade virtual. Os idosos com desequilíbrio corporal, tontura, e/ou com histórico de quedas apresentam pior desempenho que idosos sem queixas, sem histórico de quedas e indivíduos mais jovens. Conclusão: A posturografia é uma valiosa ferramenta para análise quantitativa do controle postural, permitindo a identificação das condições sensoriais nas quais os idosos vestibulopatas apresentam maior instabilidade.

  14. Posturografia em idosos com distúrbios vestibulares e quedas

    OpenAIRE

    Camila Macedo; Juliana Maria Gazzola; Heloisa Helena Caovilla; Natalia Aquaroni Ricci; Flávia Doná; Fernando Freitas Ganança

    2013-01-01

    Introdução: A posturografia estática e dinâmica tem sido usada para analisar a habilidade de idosos com disfunção vestibular em manter o equilíbrio corporal em diferentes condições de conflitos sensoriais. O objetivo do exame é quantificar a velocidade de oscilação e o deslocamento do centro de pressão nas condições de conflitos visual, somatossensorial e interação visuo-vestibular, e o limite de estabilidade. Objetivo: Analisar a literatura referente ao controle do equilíbrio corporal em ido...

  15. Prevalencia de quedas de idosos em situacao de fragilidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jack Roberto Silva Fhon

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a prevalência de quedas em idosos frágeis, suas consequências e fatores demográficos associados. MÉTODOS: Estudo epidemiológico e transversal com amostra probabilística de 240 idosos em Ribeirão Preto, SP. A coleta de dados foi realizada no período de novembro de 2010 a fevereiro de 2011. Foi aplicado questionário que incluiu dados sociodemográficos, avaliação de quedas e a Escala de Fragilidade de Edmonton. Foram realizadas análises uni e bivariada. RESULTADOS: A média de idade foi de 73,5 (dp=:8,4 anos, maior no sexo feminino; 25% dos entrevistados tinham idade ≥ 80 anos; 11,3% apresentaram fragilidade moderada e 9,6% fragilidade severa. A prevalência de quedas no idoso frágil foi de 38,6%, maior no sexo feminino e nos idosos mais jovens (60 a 79 anos; 26,8% sofreram de uma a duas quedas, 27,1% ocorreram no dormitório, 84,7% caíram da própria altura, 55,9% apresentaram alteração do equilíbrio, 54,2% sofreram escoriações e 78% apresentaram medo de sofrer nova queda; houve maior chance de queda no idoso frágil 1,973 (1,094;3,556 quando comparado ao não frágil. CONCLUSÕES: É necessária a abordagem da saúde do idoso frágil, principalmente quanto ao risco de quedas, maior investimento nas estratégias de prevenção dessas síndromes e na formação de recursos humanos preparados para melhor atender essa população.

  16. Uso de digital em idosos admitidos em unidade de geriatria de um hospital geral

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cunha Ulisses Gabriel de Vasconcelos

    1998-01-01

    Full Text Available OBJETVO: Detectar a freqüência da prescrição do digital, assim como as suas indicações, em idosos admitidos em unidade de geriatria de um hospital geral. MÉTODOS: Foram investigados, consecutivamente, 130 pacientes não selecionados, de ambos os sexos (100 mulheres e 30 homens, com idades > ou = 65 (média 80±9 anos. Os pacientes foram avaliados através de exame clínico completo, rotina básica de sangue, radiografia simples de tórax, eletrocardiograma e ecocardiograma Doppler. Baseados na avaliação clínica e exames complementares, o uso do digital foi considerado adequado, questionável ou inadequado. RESULTADOS: Estavam em uso de digital 27,6% dos pacientes. A indicação foi considerada adequada em 36,1%, questionável em 11,1% e inadequada em 52,7%. CONCLUSÃO: Uma alta prevalência de prescrição do digital foi detectada nos idosos admitidos, sendo que a maior parte a adotava por razões consideradas inadequadas ou questionáveis. Devido ao risco aumentado de intoxicação digitálica nessa faixa etária, a droga deveria ser prescrita sob indicações mais criteriosas.

  17. Estudo comparativo entre o trauma em idosos e não idosos atendidos em um Hospital Universitário de Curitiba

    OpenAIRE

    Broska Júnior,César Augusto; Folchini,Augusto Bernardo De; Ruediger,Ricardo Rydygier de

    2013-01-01

    OBJETIVO: comparar e identificar diferenças no perfil de pacientes idosos e não idosos atendidos por trauma. MÉTODOS: estudo transversal comparativo quantitativo retrospectivo realizado com 3112 pacientes entre 25/11/2010 e 25/02/2011 que foram classificados em GI idosos (60 anos ou mais) e GA não idosos (13 a 59 anos). Foram coletadas informações sobre mecanismo, lesões e fatores associados ao acidente que foram comparados entre os grupos através da utilização dos testes χ2, t de Studen...

  18. Limiar de lactato em exercício resistido em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Markus Vinicius Campos Souza

    2013-04-01

    Full Text Available A presença do limiar anaeróbio (LAn em exercício resistido tem sido objeto de estudo nos últimos anos. O objetivo do estudo foi identificar e comparar o LAn em uma população idosa no leg press (LP e supino reto (SR. Catorze homens idosos (68.9 ± 4.0 anos, 170.5 ± 0.05 cm e 76.1 ± 7.8 kg realizaram dois testes incrementais máximos baseados em porcentagens de uma repetição máxima (1RM para a determinação do LAn no LP e SR. As variáveis lactacidemia, frequência cardíaca (FC e percepção subjetiva de esforço (PSE foram coletadas ao final de cada estágio e comparadas entre os exercícios na intensidade referente ao LAn. O nível de significância adotado foi p ≤ .05. O LAn no LP ocorreu em 27.9 ± 5.0% de 1RM, estatisticamente superior ao SR, que foi identificado em 21.5 ± 3.1% de 1RM. No entanto, a lactacidemia foi estatisticamente inferior no LP (1.36 ± 0.40 mmol.L-1 em relação ao SR (1.92 ± 0.38 mmol.L-1. Apesar de intensidades diferentes do LAn entre os exercícios, as variáveis FC e PSE não apresentaram diferenças significativas. Foi possível identificar o LAn em idosos nos aparelhos LP e SR, ocorrendo em intensidades inferiores no SR.

  19. Fatores associados a baixa adesao ao tratamento medicamentoso em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Noemia Urruth Leao Tavares

    2013-12-01

    Full Text Available OBJETIVO : Analisar fatores associados à baixa adesão ao tratamento medicamentoso em idosos. MÉTODOS : Estudo transversal de base populacional, com amostra representativa de 1.593 indivíduos com 60 anos ou mais, residentes na região urbana de Bagé, RS, em 2008. A amostragem foi realizada em múltiplos estágios. Os dados foram coletados em entrevistas individuais nos domicílios. Analisou-se a associação entre a baixa adesão referida ao tratamento medicamentoso mensurado pelo Brief Medication Questionnaire (BMQ e fatores demográficos, socioeconômicos, comportamentais e de saúde, assistência e prescrição. Foi utilizado modelo de regressão de Poisson para estimar as razões de prevalência bruta e ajustada, os respectivos intervalos de confiança de 95% e p-valor (teste de Wald. RESULTADOS : Cerca de 78,0% dos indivíduos referiram ter usado algum medicamento nos sete dias precedentes à entrevista. Desses, cerca de 1 / 3 foram considerados com baixa adesão ao tratamento. Os fatores significativamente associados à baixa adesão foram: idade (65 a 74 anos, não ter plano de saúde, ter que comprar (totalmente ou em parte os seus medicamentos, ter três ou mais morbidades, possuir incapacidade instrumental para a vida diária e usar três ou mais medicamentos. CONCLUSÕES : A utilização elevada de medicamentos, decorrente da alta prevalência de doenças crônico-degenerativas em idosos, e o acesso ao tratamento devem ser considerados pelos profissionais de saúde para adoção de estratégias que visem diminuir a baixa adesão ao tratamento, aumentando a resolutividade terapêutica e a qualidade de vida desses pacientes.

  20. Dermatite de contato em idosos Contact dermatitis in elderly patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ida Duarte

    2007-04-01

    Full Text Available FUNDAMENTOS: A dermatite alérgica de contato é freqüente, com variações de acordo com o grupo estudado. OBJETIVOS: Verificar a freqüência da dermatite alérgica de contato em idosos; demonstrar os principais sensibilizantes nesse grupo; comparar os resultados dos testes epicutâneos com um grupo de adultos atendidos no mesmo período. PACIENTES: Durante o período 1998-2003, entre os pacientes submetidos aos testes de contato na Clínica de Dermatologia da Santa Casa de São Paulo, selecionaram-se idosos (>65 anos e adultos (20-65 anos. RESULTADOS: Foram avaliados 80 (9% idosos e 581 (63% adultos. Entre os idosos, 70 tiveram testes positivos, e 10, negativos. Nos adultos, 436 apresentaram testes positivos, e 145, negativos. A diferença entre os grupos em relação ao número de testes positivos e negativos foi estatisticamente significante (p= 0,02. Demonstrou-se maior freqüência de sensibilização nos idosos às seguintes substâncias - sulfato de níquel (p=0,001, perfume-mix (p=0,004, neomicina (p=0,0008, nitrofurazona (p=0,02, prometazina (p=0,03 e benzocaína (p=0,007. CONCLUSÕES: A dermatite alérgica de contato nos idosos é comum como em outras faixas etárias. As substâncias relacionadas aos medicamentos tópicos são importantes agentes etiológicos da dermatite alérgica de contato nesse grupo.BACKGROUND: Allergic contact dermatitis is a frequent condition and varies according to the population studied. OBJECTIVES: To verify the frequency of allergic contact dermatitis in elderly patients; to demonstrate the main sensitizers in this age group; to compare the results of the contact tests with those of a group of adults seen in the same period. Patients: From 1998 to 2003, elderly (over 65 years, and adults (aged 20-65 years were selected among patients submitted to contact tests at the Dermatology Clinic of [Hospital] Santa Casa de Sao Paulo. RESULTS: Eighty (9% elderly and 581(63% adult patients were assessed; 70 elderly

  1. Prevalência de quedas em idosos cadastrados em um Centro de Saúde de Belo Horizonte-MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tânia Couto Machado Chianca

    2013-04-01

    Full Text Available A queda é utilizada como indicador de qualidade em serviços especializados no cuidado de idosos, sendo também considerado importante indicador de qualidade de vida de idosos em todos os ambientes. Realizou-se um estudo de corte transversal de 108 idosos cadastrados no Programa de Saúde da Família, em um Centro de Saúde de Belo Horizonte, Minas Gerais, com o objetivo de determinar a ocorrência de quedas nessa clientela, associando-as a algumas variáveis. Os dados foram coletados em prontuários e em visitas domiciliares por meio de entrevista estruturada, com instrumento específico. Observou-se que 64 (59,3% dos pacientes idosos já haviam sofrido quedas, havendo relação estatisticamente significativa (p=0,01 entre capacidade cognitiva dos idosos e ocorrência das quedas. Recomenda-se o cuidado de enfermagem na identificação precoce dos idosos com maior chance de sofrerem quedas, especialmente daqueles que, além do risco de queda, apresentam risco aumentado de sofrer lesões graves decorrentes da mesma.

  2. Prevalência de quedas em idosos cadastrados em um Centro de Saúde de Belo Horizonte-MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tânia Couto Machado Chianca

    Full Text Available A queda é utilizada como indicador de qualidade em serviços especializados no cuidado de idosos, sendo também considerado importante indicador de qualidade de vida de idosos em todos os ambientes. Realizou-se um estudo de corte transversal de 108 idosos cadastrados no Programa de Saúde da Família, em um Centro de Saúde de Belo Horizonte, Minas Gerais, com o objetivo de determinar a ocorrência de quedas nessa clientela, associando-as a algumas variáveis. Os dados foram coletados em prontuários e em visitas domiciliares por meio de entrevista estruturada, com instrumento específico. Observou-se que 64 (59,3% dos pacientes idosos já haviam sofrido quedas, havendo relação estatisticamente significativa (p=0,01 entre capacidade cognitiva dos idosos e ocorrência das quedas. Recomenda-se o cuidado de enfermagem na identificação precoce dos idosos com maior chance de sofrerem quedas, especialmente daqueles que, além do risco de queda, apresentam risco aumentado de sofrer lesões graves decorrentes da mesma.

  3. O Idoso residente em ILPI (Instituição de Longa Permanência do Idoso e o que isso representa para o sujeito idoso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Carla Nunes de Souza Costa

    2013-12-01

    Full Text Available Existem termos bem conhecidos para definir o tipo de residência para uma pessoa idosa, dentre eles, Asilo, Casa de Repouso, Abrigo, Instituição de Longa Permanência. Atualmente o termo mais utilizado é ILPI - Instituição de Longa Permanência do Idoso. Este último utilizado não como simples sinônimo de Asilo, mas é termo que implica uma nova organização e gestão de moradia para idosos. Este artigo tem como proposta discutir a velhice abrigada em moradia coletiva, fundamentalmente a do idoso residente em ILPI, e o que representa para esse sujeito o fato de residir nesse tipo de instituição. Para entender o morar do idoso em uma ILPI, buscamos primeiramente entender questões relacionadas à velhice em suas formas mais diversas, como por exemplo, o significado de ser velho em nossa sociedade, ligado a uma construção sociocultural, o corpo como revelador da velhice, e a memória como sustentadora da identidade. Para entender uma ILPI, pesquisamos um pouco sobre a história desse tipo de instituição, de como atualmente ela é interpretada pelas Ciências Sociais e pela Gerontologia, enfatizando seu cotidiano e buscando compreender novas formas de organizações para o morar do idoso.

  4. Envolvimento religioso e bem-estar subjetivo em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Myrian Cristina da Silva Cardoso

    Full Text Available As inter-relações do envolvimento religioso com o bem-estar subjetivo em idosos foram investigadas neste trabalho. Participaram da pesquisa 256 indivíduos de ambos os sexos, com idades variando de 60 a 90 anos, que responderam a três instrumentos destinados a mensurar sua satisfação com a vida, seus afetos positivos e negativos e seu envolvimento religioso bem como a perguntas de natureza sociodemográfica. Os resultados evidenciaram que, dentre as dimensões do envolvimento religioso, apenas a religiosidade subjetiva se correlacionou positiva e significativamente com a satisfação com a vida, que não foram observadas correlações entre o envolvimento religioso e os afetos positivos e negativos, e que os idosos protestantes apresentaram níveis mais elevados de afetos positivos que os católicos. Tais resultados são discutidos à luz dos estudos empíricos e dos modelos conceituais que deram suporte à pesquisa.

  5. Rompendo o silêncio: desvelando a sexualidade em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Catusso, Marilu Chaves

    2005-01-01

    Full Text Available O presente trabalho é fruto da dissertação de Mestrado, tem como intuito mostrar aos leitores quais são os fatores sociais que possuem interferência na sexualidade das pessoas de terceira idade. Os sujeitos foram idosos do município de Palmas (PR, pertencentes ao grupo de Convivência. A pesquisa foi de cunho qualitativo, tendo num primeiro momento como instrumento de coleta de dados um formulário e, posteriormente, a aplicação de grupo focal. Para análise dos dados, baseou-se em Moraes (1999, aplicando análise de conteúdo. Observou-se que a família é influente na sexualidade das pessoas idosas de forma negativa e ao grupo de conivência e a religião são importantes porque estimulam o direito de relacionar-se com outrem

  6. Efeitos da reflexologia das mãos em idosos hospitalizados

    OpenAIRE

    Espírito Santo, Fátima Helena do; Chibante, Carla Lube de Pinho; Deus, Matheus Cavalcante de; Izidoro, Viviane de Souza; Lorena, Camila dos Santos

    2016-01-01

    Este estudo teve como objetivo verificar os efeitos da reflexologia das mãos em idosos hospitalizados. Consiste em um ensaio clínico do tipo antes e depois, realizado com 50 idosos internados nas enfermarias de clínica médica e cirúrgica de um hospital universitário. Foram realizadas três consultas de reflexologia com intervalo de 48 horas, sendo que 50 idosos fizeram uma consulta, 23 duas consultas e 12 três consultas, com controle dos sinais vitais, antes e após cada consulta, cujos dados f...

  7. Risco de queda em idosos institucionalizados com doença de Alzheimer

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucas Lima Ferreira

    2014-03-01

    Full Text Available Este estudo objetivou avaliar o risco de queda em idosos portadores de doença de Alzheimer, residentes em uma Instituição de Longa Permanência, por meio da escala de Tinetti, e correlacionar os dados com os escores de risco. Foram avaliados 20 idosos, a maioria (75% do sexo feminino com idade média de 77,8 ± 10,3 anos. Foram encontrados maiores escores para alto risco de queda nos idosos portadores de DA (70% com um coeficiente de correlação (r = 0,9999 extremamente significante (p = 0,0079.

  8. Correlação entre os resultados obtidos em testes motores e o desempenho em exergames em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mateus Pelisser

    2017-06-01

    Full Text Available Objetivo: correlacionar resultados obtidos em testes motores realizados em idosos com o seu desempenho em exergames. Método: a amostra foi composta por 34 idosos, divididos em 4 grupos: grupo homens treinados (n = 8, grupo homens não treinados (n = 9, grupo mulheres treinadas (n = 8 e grupo mulheres não treinadas (n = 9. Para avaliação do desempenho motor utilizou-se o exergame Your Shape Fitness Evolved 2012® do XBOX 360®, o teste Sentar e Alcançar, a Escala de Equilíbrio de Berg e o teste de levantar da cadeira em 30 segundos. Para verificar possíveis diferenças estatisticamente significativas entre os grupos treinado e não treinado foi utilizado o teste t para amostras independentes, para cada sexo, em cada variável utilizada (flexibilidade, equilíbrio, força de membros inferiores e exergame. Para verificar correlação entre os escores obtidos no exergame e os resultados nos testes motores, foi utilizada a correlação de Spearman. Para as análises estatísticas, utilizou-se o programa estatístico SPSS for Windows 20.0, com nível de significância de 5%. Resultados: foi identificada correlação significativa entre os escores do Exergame e os testes motores de flexibilidade e força de membros inferiores em ambos os sexos. No grupo masculino, a correlação da flexibilidade e exergame foi de r = 0,802 (p = 0,000 e da força de membros inferiores e exergame foi de r = 0,833 (p = 0,000. No grupo feminino, a correlação da flexibilidade e exergame foi de r = 0,641 (p = 0,006 e da força de membros inferiores e exergame foi de r = 0,898 (p = 0,000. Na comparação das variáveis equilíbrio, flexibilidade, força de membros inferiores e escore do exergame entre grupos treinados e não treinados, divididos por sexo, os grupos treinados apresentaram maiores valores em todos os parâmetros. Considerações finais: considera-se que o exergame utilizado no presente estudo pode servir como instrumento de avaliação da capacidade

  9. Incontinência urinária e os critérios de fragilidade em idosos em atendimento ambulatorial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa Abreu da Silva

    2011-06-01

    Full Text Available Este estudo teve como objetivos verificar a ocorrência de incontinência urinária (IU e suas características em idosos pré-frágeis e frágeis atendidos em um ambulatório de geriatria, comparar a presença dos critérios de fragilidade entre os idosos com e sem IU e identificar entre os critérios de fragilidade a chance de risco para IU nesses idosos. Participaram do estudo 100 idosos, com média de idade 76,2 anos; 65 idosos relataram IU, 71,3% desses apresentavam três ou mais critérios de fragilidade. A ocorrência de IU foi superior nos idosos frágeis (p=0,0011. A análise multivariada mostrou que os critérios lentidão (OR=4,99 e exaustão (OR=4,85 apresentaram relação estatisticamente significativa com IU. A ocorrência de IU foi elevada e aqueles idosos que apresentam lentidão têm chance risco quase cinco vezes maior de apresentar IU e os que referem exaustão tem chance de risco cinco vezes maior de IU quando comparados aos que não apresentam esses critérios.

  10. Perfis de idosos que vivem com HIV/AIDS atendidos em hospital-referência em Belo Horizonte (MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marília Borborema Cerqueira

    2015-05-01

    Full Text Available Este artigo tem como objetivo definir os perfis de idosos com HIV/AIDS, atendidos em hospital-referência em Belo Horizonte. Considerando-se o processo de envelhecimento populacional, com proporções relativas e número absoluto de idosos crescentes, e o recrudescimento da epidemia de HIV/AIDS em idosos, faz-se necessário conhecer este público. A metodologia adotada foi análise de dados secundários coletados em prontuários médicos, utilizando o software Grade of Membership (GoM. Entre os principais resultados, os dois principais perfis são diferenciados pelo sexo, sendo um perfil extremo formado por homens idosos e, o segundo, por mulheres idosas; o perfil masculino é mais novo, com idades entre 60 e 64 anos e, as mulheres têm acima de 70 anos e são viúvas, a maioria. A principal via de transmissão, registrada nos prontuários, é a transmissão por contato sexual, para os dois sexos. Estes resultados ratificam a ideia de que idosos fazem sexo, desmitificando a invisibilidade sexual deste contingente populacional, tão arraigada na sociedade e cultura. Conclui-se que há a heterossexualização da epidemia, atingindo indivíduos com 60 anos ou mais de ambos os sexos.

  11. Achados histopatológicos renais em idosos Histopathological findings in elderly patients

    OpenAIRE

    Priscylla Aparecida Vieira do Carmo; Gianna Mastroianni Kirsztajn; Wander Barros do Carmo; Marcello Fabiano Franco; Marcus Gomes Bastos

    2010-01-01

    INTRODUÇÃO: A população idosa mundial tem aumentado de forma expressiva e pesquisas apontam para um aumento da expectativa de vida dos brasileiros em cerca de 10 anos. Assim como outras comorbidades, as doenças glomerulares também são observadas em idosos e, neste contexto, a biopsia renal surge como ferramenta diagnóstica fundamental para auxiliar a tomada de conduta, evitando, muitas vezes, terapias desnecessárias. OBJETIVO: Estabelecer a frequência dos diagnósticos histológicos em idosos s...

  12. Diferenças sazonais de quedas e fraturas em idosos gaúchos

    OpenAIRE

    Caberlon,Iride Cristofoli; Bós,Ângelo José Gonçalves

    2015-01-01

    Resumo Quedas e fraturas em pessoas idosas representam um problema relevante de saúde pública. Ambas vêm associadas a elevados índices de morbimortalidade, redução da capacidade funcional, institucionalização do idoso e óbito precoce. O objetivo deste estudo foi investigar quedas e fraturas em idosos, residentes em municípios da região metropolitana e serra gaúcha do Rio Grande do Sul, analisando fatores associados, sazonalidade e gravidade. Trata-se de estudo transversal, retrospectivo, desc...

  13. Iatrogenia em pacientes idosos hospitalizados Iatrogeny in hospitalized elderly patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eurico T. Carvalho-Filho

    1998-02-01

    Full Text Available Analisar as complicações iatrogênicas apresentadas por idosos hospitalizados. Estudo retrospectivo dos prontuários de 96 pacientes, 48 do sexo masculino e 48 do feminino, com idades variando de 60 a 93 anos (média: 75,7 anos, hospitalizados durante o ano de 1995 em enfermaria geriátrica. A análise da evolução dos pacientes durante o período de hospitalização permitiu evidenciar: 1 em 42 (43,7% pacientes ocorreram uma ou mais complicações iatrogênicas, num total de 56 episódios; 2 manifestações relacionadas aos procedimentos diagnósticos corresponderam a 17,9% das iatrogenias; 3 alterações relacionadas às medidas terapêuticas corresponderam a 58,9%, sendo 32,1% referentes à terapêutica farmacológica e 26,8% a outros procedimentos terapêuticos; 4 manifestações iatrogênicas não relacionadas diretamente às afecções (úlceras de decúbito, quedas e fraturas corresponderam a 23,2%; 5 a presença de manifestações iatrogênicas correlacionou-se com período mais prolongado de internação; 6 cinco pacientes faleceram em conseqüência direta de complicações iatrogênicas. A iatrogenia é freqüente em pacientes idosos hospitalizados, podendo determinar manifestações graves e mesmo fatais. Como uma significativa proporção dessas complicações pode ser evitada através de medidas adequadas, deve-se procurar identificar suas causas e desenvolver métodos para previni-la ou reduzir seus efeitos.PURPOSE: To evaluate the iatrogenic complications in hospitalized elderly patients. MATERIAL AND METHOD: Review of the medical records of 96 patients, 48 men and 48 women, aged 60 to 93 years (75.7 years on average, hospitalized in a geriatric ward during 1995. RESULTS: The study of the medical records of the patients showed: 1 forty-two (43.7% of the elderly had one or more iatrogenic illnesses, with a total of 56 occurrences; 2 complications due to diagnostic tests corresponded to 17.9% of the iatrogenic disorders; 3

  14. Consumo de nutrientes em idosos residentes em Porto Alegre (RS, Brasil: um estudo de base populacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carina Duarte Venturini

    2015-12-01

    Full Text Available Resumo Para descrever o perfil de consumo de nutrientes e verificar a sua associação com as variáveis sociodemográficas e de saúde, desenvolveu-se um estudo transversal, de base populacional em uma amostra aleatória de 427 idosos residentes em Porto Alegre, Brasil. O consumo alimentar foi avaliado através do Inquérito Recordatório de 24 Horas e Investigação da História Dietética. Dos idosos entrevistados, 70% eram mulheres; 48,5% possuíam entre 60 e 69 anos; 68,8% possuíam menos de 8 anos de escolaridade; 39,0%, renda familiar entre 2 e 5 salários mínimos; e 58,4% não praticava exercício físico. A hipertensão foi a doença mais prevalente, e 54,9% dos idosos estavam abaixo do peso. Os homens consumiam mais calorias, proteínas, fibras, minerais e vitaminas do que as mulheres. O consumo de carboidrato e cálcio aumentou conforme o avanço da idade, assim como diminuiu a ingestão de zinco. A prática de exercício físico elevou o consumo de calorias, magnésio, potássio e fósforo. Quanto maior a escolaridade, maior é o consumo de vitaminas B6 e B12; quanto maior a renda familiar, maior o consumo de vitamina B6 e ácido fólico. Os resultados demonstram que há deficiências nutricionais na alimentação diária da nossa população de idosos, principalmente entre as mulheres e os indivíduos acima de 80 anos.

  15. Evento adverso no idoso em Unidade de Terapia Intensiva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Larissa Chaves Pedreira

    2013-06-01

    Full Text Available Objetiva identificar a produção científica, na América Latina, sobre segurança do idoso na UTI e os eventos adversos trazidos pela literatura. Revisão sistemática quantitativa. A coleta, feita no banco de dados do LILACS e SCIELO, considerou descritores indexados e respeitou critérios de inclusão e exclusão. Foram selecionados vinte trabalhos para análise. Em sua maioria, esses trabalhos foram realizados após o ano de 2000, no Brasil, por profissionais enfermeiros e médicos, tratando principalmente de erros com medicação, retiradas acidentais de sondas e cateteres, infecção nosocomial, erro na técnica de procedimento e ocorrência de úlceras por pressão. A produção cientifica sobre a temática ainda é recente na América Latina, sendo preciso atentar para a população idosa nessas unidades, voltando-se para possíveis riscos a que estão expostos.

  16. RISCO DE QUEDA EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS COM DOENÇA DE ALZHEIMER

    OpenAIRE

    Ferreira, Lucas Lima; Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP); Sanches, Giliadi Gadiel Américo; Centro Universitário de São José do Rio Preto (UNIRP); Marcondes, Laís Passos; Centro Universitário de São José do Rio Preto (UNIRP); Saad, Paulo Cesar Balade; Centro Universitário de São José do Rio Preto (UNIRP)

    2013-01-01

    Introdução: Idosos com doença de Alzheimer (DA) apresentam diferenças no equilíbrio e marcha, de acordo com o estágio da patologia, que pode predispô-los a quedas. Objetivo: Avaliar o impacto da DA no risco de queda em idosos residentes em uma instituição de longa permanência. Métodos: Foram avaliados 20 idosos de ambos os sexos, sendo traçado o perfil sociodemográfico e avaliada a marcha e equilíbrio, por meio da escala de Tinetti. Resultados: Verificou-se que a maioria dos idosos (75%) era ...

  17. Causas e conseqüências de quedas de idosos atendidos em hospital público

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabrício Suzele Cristina Coelho

    2004-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar a história da queda relatada por idosos, identificando fatores possivelmente relacionados, assim como local de ocorrência, causas e conseqüências. MÉTODOS: A amostra da investigação constou de 50 idosos, de ambos os sexos, com idade de 60 anos ou mais, residentes em Ribeirão Preto, SP, que haviam sido atendidos em duas unidades de um hospital público. Foram consultados prontuários e realizadas visitas domiciliares para aplicação de um questionário estruturado com perguntas abertas, fechadas e mistas relativas à queda. RESULTADOS: Os dados obtidos mostraram uma realidade que não difere substancialmente daquela encontrada em outros países. A maioria das quedas ocorreu entre idosos do sexo feminino (66%, com idade média de 76 anos, no próprio lar do idoso (66%. As causas foram principalmente relacionadas ao ambiente físico (54%, acarretando sérias conseqüências aos idosos, sendo as fraturas as mais freqüentes (64%. A queda teve grande impacto na vida do idoso no que se refere às atividades da vida diária. Provocou maior dependência para a realização de atividades como: deitar/levantar-se, caminhar em superfície plana, cortar unhas dos pés, tomar banho, caminhar fora de casa, cuidar das finanças, fazer compras, usar transporte coletivo e subir escadas. CONCLUSÕES: O estudo demonstrou que a queda ocorrida entre os idosos traz sérias conseqüências físicas, psicológicas e sociais, reforçando a necessidade de prevenção da queda, garantindo ao idoso melhor qualidade de vida, autonomia e independência.

  18. Causas e conseqüências de quedas de idosos atendidos em hospital público

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suzele Cristina Coelho Fabrício

    2004-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar a história da queda relatada por idosos, identificando fatores possivelmente relacionados, assim como local de ocorrência, causas e conseqüências. MÉTODOS: A amostra da investigação constou de 50 idosos, de ambos os sexos, com idade de 60 anos ou mais, residentes em Ribeirão Preto, SP, que haviam sido atendidos em duas unidades de um hospital público. Foram consultados prontuários e realizadas visitas domiciliares para aplicação de um questionário estruturado com perguntas abertas, fechadas e mistas relativas à queda. RESULTADOS: Os dados obtidos mostraram uma realidade que não difere substancialmente daquela encontrada em outros países. A maioria das quedas ocorreu entre idosos do sexo feminino (66%, com idade média de 76 anos, no próprio lar do idoso (66%. As causas foram principalmente relacionadas ao ambiente físico (54%, acarretando sérias conseqüências aos idosos, sendo as fraturas as mais freqüentes (64%. A queda teve grande impacto na vida do idoso no que se refere às atividades da vida diária. Provocou maior dependência para a realização de atividades como: deitar/levantar-se, caminhar em superfície plana, cortar unhas dos pés, tomar banho, caminhar fora de casa, cuidar das finanças, fazer compras, usar transporte coletivo e subir escadas. CONCLUSÕES: O estudo demonstrou que a queda ocorrida entre os idosos traz sérias conseqüências físicas, psicológicas e sociais, reforçando a necessidade de prevenção da queda, garantindo ao idoso melhor qualidade de vida, autonomia e independência.

  19. Utilização de medicamentos potencialmente inapropriados por idosos em domicílio

    OpenAIRE

    Lopes,Lázara Montezano; Figueiredo,Tácita Pires de; Costa,Soraya Coelho; Reis,Adriano Max Moreira

    2016-01-01

    Resumo O objetivo foi avaliar a frequência de utilização em domicílio de medicamentos potencialmente inapropriados por idosos e analisar a significância clínica. Trata-se de estudo transversal retrospectivo, recorte de um estudo de utilização de medicamentos desenvolvido em um hospital público. Os medicamentos inapropriados foram classificados empregando os três grupos de critérios explícitos incluídos na Lista de Beers de 2012. Houve inclusão de 190 idosos na pesquisa e a prevalência encontr...

  20. Fraturas proximais do fêmur em idosos: qual o melhor tratamento?

    OpenAIRE

    Lustosa,Lygia Paccini; Bastos,Eduardo Onofre

    2009-01-01

    As fraturas proximais do fêmur em idosos representam um sério problema dentro do contexto da saúde pública, devido aos elevados custos econômicos para o tratamento e as suas consequências, assim como pela alta taxa de morbidade e mortalidade. O objetivo desse estudo foi discutir quais os tratamentos mais indicados para esse tipo de fratura, em idosos, por meio de uma revisão da literatura. As bases de dados pesquisadas foram MEDLINE, COCHRANE e PEDro. Os critérios de inclusão foram estudos pu...

  1. Influência da atividade física nos componentes psicomotores em idosos

    OpenAIRE

    Patricia Espíndola Mota Venâncio; Kesia da Rocha Mendes; Lorena Cristina Castilho; Grassyara Pinho Tolentino

    2016-01-01

    Objetivo: analisar a influência da atividade física nos componentes psicomotores em idosos participantes do UNIATI-UniEvangélica. Método: tratou-se de um estudo de natureza descritiva com abordagem qualitativa, transversal, realizado com 80 idosos, de ambos os sexos, sendo que 60 praticam atividades físicas, 20 musculação, 20 hidroginástica, 20 ritmos, regularmente em um projeto na faculdade UniEvangélica (UNIATI), na cidade de Anápolis-GO e outros 20 sedentários. As informações foram coletad...

  2. Condições visuais autorrelatadas e quedas em idosos institucionalizados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ruth Losada de Menezes

    2012-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar as condições visuais autorrelatadas por idosos institucionalizados e sua relação com acidentes por quedas. MÉTODOS: Estudo prospectivo em que foram entrevistados 59 idosos residentes em instituições de longa permanência para idosos, em Goiânia, GO, entre 2005 e 2007. Foram realizados dois inquéritos com intervalo de dois anos para realização das avaliações propostas. As condições visuais no primeiro inquérito e o relato de quedas no seguimento foram autorrelatadas. Os idosos foram classificados segundo a presença de déficit visual e comparados quanto à ocorrência de queda com o teste Exato de Fisher. RESULTADOS: Déficit visual foi relatado por 48 (81,4% dos idosos e os acidentes por quedas atingiram 32 (54,2% dos mesmos, sendo estes mais prevalentes entre idosos com déficit visual. Após o primeiro inquérito, no seguimento de dois anos, não foi encontrada diferença estatisticamente significativa (p=0,171 entre a variável déficit visual autorrelatado e quedas. CONCLUSÃO: Os dados encontrados sinalizam a necessidade de melhor investigação clínica oftalmológica dos idosos. O diagnóstico precoce de comprometimentos visuais e/ou a correção dos mesmos pode beneficiar os idosos e evitar prejuízos funcionais futuros advindos destes e de consequências como as quedas.

  3. Diferenças sazonais de quedas e fraturas em idosos gaúchos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Iride Cristofoli Caberlon

    2015-12-01

    Full Text Available Resumo Quedas e fraturas em pessoas idosas representam um problema relevante de saúde pública. Ambas vêm associadas a elevados índices de morbimortalidade, redução da capacidade funcional, institucionalização do idoso e óbito precoce. O objetivo deste estudo foi investigar quedas e fraturas em idosos, residentes em municípios da região metropolitana e serra gaúcha do Rio Grande do Sul, analisando fatores associados, sazonalidade e gravidade. Trata-se de estudo transversal, retrospectivo, descritivo-analítico, quantitativo, com dados secundários, em idosos atendidos por queda entre primeiro de janeiro a 31 de dezembro de 2010, em unidades de Atendimento de Urgência e Emergência do SUS. A amostra foi de 6.556 idosos atendidos por queda, dos quais 71% eram mulheres, 26,8% dos atendimentos ocorreram no inverno, 30% dos que caíram fraturaram, sendo 32% em mulheres contra 28% em homens (p < 0,0001. O local da queda foi registrado somente em 17,2% dos boletins, sendo 58% fora do domicílio. O inverno foi a estação do ano com 34% de fraturas confirmadas (p = 0,0002, sendo 26,3% com gravidade severa. Como a maioria das quedas e suas consequências podem ser prevenidas e evitadas, urge criar programas e ações multifatoriais de intervenção.

  4. Aids em idosos: motivos que levam ao diagnóstico tardio

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rúbia Aguiar Alencar

    Full Text Available RESUMO Objetivo: investigar entre os idosos vivendo com HIV/Aids e os profissionais de saúde, quais são os motivos que levam ao diagnóstico tardio da infecção pelo HIV nos idosos. Método: estudo prospectivo, qualitativo, realizado em ambulatório especializado com idosos vivendo com HIV/aids, diagnosticados com idade igual ou superior a 60 anos e nas Unidades com Estratégia Saúde da Família com enfermeiros e médicos. Os dados foram coletados por meio de entrevistas e verificados por análise de conteúdo, utilizando o referencial teórico da vulnerabilidade. Resultados: participaram 11 idosos, 11 enfermeiros e 12 médicos. Emergiram três categorias empíricas: o diagnóstico tardio do HIV acontece na contramão do serviço de saúde; invisibilidade da sexualidade do idoso; e fragilidades na solicitação da sorologia anti-HIV para os idosos. Conclusão: há profissionais de saúde que percebem os idosos como assexuados, fazendo que o diagnóstico do HIV aconteça no serviço secundário e terciário e não na atenção primária.

  5. Relação entre sensibilidade plantar e controle postural em jovens e idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Letícia Suemi Ueda

    2013-03-01

    Full Text Available DOI: http://dx.doi.org/10.5007/1980-0037.2013v15n2p215 A diminuição da sensibilidade plantar em idosos acarreta alterações na locomoção e no controle postural que podem aumentar o risco de quedas. Compreender o uso de aferências podais em idosos pode auxiliar na prevenção da perda de mobilidade e quedas. Contudo, a relação entre a sensibilidade de diferentes regiões do pé e alterações no controle postural representa uma lacuna na literatura. Com o propósito de investigar esta lacuna na literatura, o objetivo deste estudo foi avaliar a relação entre a sensibilidade plantar e o controle postural em jovens e idosos. Foram avaliados 42 participantes, organizados em dois grupos de acordo com a faixa etária (jovens ou idosos. Os participantes foram avaliados quanto às características antropométricas, sensibilidade dos pés (usando monofilamentos e controle postural (usando plataforma de força. Os índices de sensibilidade plantar e de controle postural foram correlacionados e comparados entre os grupos. Os resultados mostraram que idosos tiveram menor sensibilidade dos pés e pior controle postural do que jovens. A amplitude ântero-posterior e a área do centro de pressão de idosos tiveram correlação com a sensibilidade plantar geral, mas não com regiões específicas do pé. Para jovens, a sensibilidade na região do antepé esteve relacionada com o melhor controle postural.

  6. Atividade física em idosos no contexto amazônico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabianne de Jesus Dias de Sousa

    2014-11-01

    Full Text Available Introdução: A longevidade é uma realidade tornando-se necessário a implementação e/ou implantação de ações efetivas baseadas em evidências para o controle de doenças crônicas não-transmissíveis e seus fatores de risco. Objetivou-se, relatar a experiência do grupo de hipertensos e diabéticos, desenvolvidos por enfermeiros da estratégia saúde da família, descrevendo a atividade física para a prevenção, promoção da saúde e melhoria da qualidade de vida dos idosos. Materiais e Métodos: Trata-se de um relato de experiência de natureza descritiva, vivenciado pelas enfermeiras com um grupo de usuários idosos hipertensos e diabéticos. Foi realizado levantamento em prontuários (dados secundários de 2008 até 2012. Resultados: Encontrado 320 idosos, destes, sete (2,2% eram diabéticos, cinco (1,6% diabéticos e hipertensos e, cinquenta e dois (16,2% apenas hipertensos. Resultando em sessenta e quatro idosos (20,0% portadores de alguma doença crônica não-transmissível. Destes 320 idosos, 224 idosos (70,0% relataram que não participavam de atividades físicas por inúmeros motivos. Discussão e Conclusões: Pode-se concluir que com a inclusão das atividades físicas, como atividade complementar ao tratamento médico, percebeu-se que houve uma melhoria na qualidade de vida, saúde e integração social destes idosos, através de relatos dos idosos dentre eles: controle da pressão arterial, diminuição de dores musculares e realização de atividades da vida cotidiana.Palavras chave: Atividade Motora, Doença Crônica, Qualidade de Vida. (Fonte: DeCS BIREME.Cómo citar este artículo: Sousa F, Silva M, Andrade F. Atividade física em idosos no contexto amazônico. Rev Cuid. 2014; 5(2:792-8. http://dx.doi.org/10.15649/cuidarte.v5i2.119 

  7. Automedicação em idosos residentes em Campinas, São Paulo, Brasil: prevalência e fatores associados

    OpenAIRE

    Oliveira,Marcelo Antunes de; Francisco,Priscila Maria Stolses Bergamo; Costa,Karen Sarmento; Barros,Marilisa Berti de Azevedo

    2012-01-01

    O objetivo foi avaliar a prevalência e fatores associados à automedicação em idosos e identificar os principais fármacos consumidos sem prescrição. Estudo transversal de base populacional, com amostra estratificada por conglomerados e em dois estágios realizado em Campinas, São Paulo, Brasil, em 2008-2009. Dos 1.515 idosos, 80,4% referiram uso de ao menos um medicamento nos três dias anteriores à pesquisa. Desses, 91,1% relataram consumo exclusivo de medicamentos prescritos e o restante (8,9%...

  8. Caracterização da presbiacusia em uma população de idosos

    OpenAIRE

    Narciso, Ângela Rocha; Garbúggio, Ediniz Zanin; Sarri, Elivani Maria; Muraro, Maria Dalvina; Lopes, Tatiana Azzoni; Oliveira, Vilma Aparecida

    2007-01-01

    Este trabalho teve como objetivo caracterizar o tipo de presbiacusia dominante em idosos por meio da avaliação auditiva, com a finalidade de auxiliar no processo de seleção e adaptação de Amplificação Sonora Individual (AASI). Após serem avaliados 26 idosos de faixa etária compreendida entre 65 e 75 anos, de ambos os sexos, observou-se que a maior parte dos sachados audiológicos encontrados foram compatíveis com os descritos na literatura como presbiacusia sensorial e condutiva. Ambas podem s...

  9. Prevalencia e extensao da carie dentaria radicular em adultos e idosos brasileiros

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Regina Auxiliadora de Amorim Marques

    2013-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar a prevalência e a extensão da cárie radicular na população adulta e idosa do Brasil. MÉTODOS: A partir dos dados da Pesquisa Nacional de Saúde Bucal (SBBrasil 2010 foram examinados 9.564 adultos e 7.509 idosos em domicílios das 26 capitais e no Distrito Federal e de 150 municípios do interior de cada macrorregião. Adotaram-se os critérios de diagnóstico preconizados pela Organização Mundial da Saúde. Para estudo da prevalência e de extensão utilizou-se o índice de cárie radicular e o índice de raízes cariadas e obturadas. RESULTADOS: A prevalência de cárie radicular foi de 16,7% nos adultos e 13,6% nos idosos; o índice de raízes cariadas e obturadas foi de 0,42 e 0,32, respectivamente, a maior parte composta por cárie não tratada. Observaram-se diferenças na experiência de cárie radicular entre capitais e macrorregiões, com valores maiores em capitais do Norte e Nordeste. O índice de cárie radicular nos adultos variou de 1,4% em Aracaju (SE a 15,1% em Salvador (BA e nos idosos de 3,5% em Porto Velho (RO a 29,9% em Palmas (TO. Verificou-se incremento da cárie radicular com a idade e maior expressividade da doença em homens de ambos os grupos etários. CONCLUSÕES: Identificou-se uma grande variação da prevalência e extensão da cárie radicular entre e dentro das regiões do Brasil, tanto em adultos quanto em idosos, e a maior parte da cárie radicular encontra-se não tratada. Recomenda-se a incorporação deste agravo ao sistema de vigilância em saúde bucal, devido à sua tendência crescente.

  10. Cidadania e envelhecimento em Parintins: um enfoque para o programa de aten??o integral ao idoso

    OpenAIRE

    Sousa, Valmiene Florindo Farias

    2011-01-01

    A partir do marco jur?dico institucional previsto no Artigo 230 da Constitui??o Federal, na Lei n? 8.842, na Pol?tica Nacional do Idoso e o Estatuto do Idoso, Lei n? 10.741/2003, a quest?o do envelhecimento ? considerada na ?tica da garantia dos direitos e de cria??o de condi??es dignas de promover a sua autonomia e integra??o na sociedade. Em Parintins (AM), vivem mais de tr?s mil idosos e os que s?o protegidos pela Lei Municipal n? 0349/2005, Pol?tica Municipal do Idoso. Esta ?ltima serviu ...

  11. INFERÊNCIAS CONCEITUAIS EM IDOSOS COM E SEM ALZHEIMER

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jan Edson Rodrigues Leite

    2014-03-01

    Full Text Available Este artigo investiga um aspecto crucial da compreensão da linguagem na presença da Doença de Alzheimer (DA: a interpretação de inferências. Partindo do pressuposto de que a DA acarreta impedimentos cognitivos desde suas fases iniciais, os quais afetam a memória declarativa e a capacidade de integrar adequadamente domínios conceituais na compreensão de estruturas metafóricas e literais, realizamos testes de leitura com indivíduos acometidos por Alzheimer, e em indivíduos sem essa patologia a fim de verificar a frequência de erros e acertos em tarefas de compreensão dos dois grupos, e de mensurar os efeitos da DA na interpretação de inferências licenciadas por sentenças metafóricas em oposição às literais. Os testes iniciais confirmam uma tendência esperada de que a frequência de acertos tanto para as inferências metafóricas quanto para as literais é reduzida para o grupo portador de DA, em oposição ao grupo de controle, mesmo quando as estruturas linguísticas são apoiadas em recursos imagéticos.

  12. Exercícios físicos generalizados capacidade funcional e sintomas depressivos em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carla Manuela Crispim Nascimento

    2013-04-01

    Full Text Available DOI: http://dx.doi.org/10.5007/1980-0037.2013v15n4p486 O objetivo deste estudo foi verificar os efeitos de 16 semanas de exercícios físicos generalizados sobre componentes da capacidade funcional, aptidão funcional geral e sintomas depressivos em idosos. Cinquente e cinco idosos (67,3±5,8 anos participaramdo estudo. Os grupos foram distribuídos de acordo com a participação no protocolo proposto: a grupo treinado (GT, composto de 27 participantes que atenderam pelo menos 75% do total de sessões de exercícios físicos generalizados por 16 semanas e; b grupo controle (GC, participantes que não estiveram participando de nenhum tipo de programa regular de atividades físicas. A capacidade funcional foi avaliada por meio da bateria de testes para idosos da AAHPERD que é composta por cinco testes: coordenação, flexibilidade, resistência de força, agilidade e equilíbrio dinâmico e resistência aeróbia geral. Os sintomas depressivos foram medidos por meio da Escala de Depressão e Geriatria- versão curta (GDS-15. Os resultados demonstraram que os idosos doGT apresentaram melhor desempenho nos testes motores. Os sintomas depressivos não sofreram alterações em ambos os grupos. Desta maneira, nossos resultados indicam que 16 semanas são suficientes para promover benefícios na aptidão funcional geral de idosos, enquanto que idosos que permanecem sedentários tendem a apresentar decréscimo em sua aptidão física geral. O programa proposto não foi capaz de provocar alterações significativas em idosos com baixos valores relatados de sintomas depressivos para esta variável. As evidências do presente estudo possibilitam predizer que um programa generalizado pode auxiliar na prevenção de doenças crônicas, evitar declínios funcionais e produzir efeitos positivos na qualidade de vida

  13. Estado nutricional e de saúde de idosos em Campinas : orientação nutricional e outros fatores associados à hipertensão e diabetes

    OpenAIRE

    Harriet Jane White

    2015-01-01

    Resumo: O objetivo do estudo foi investigar as variáveis socioeconômicas, condições de saúde, hábitos alimentares, estado nutricional, aconselhamento nutricional e qualidade de vida em idosos portadores de diabetes mellitus e hipertensão arterial, em relação aos idosos sem estas doenças. A amostra foi de conveniência e composta por idosos de ambos os sexos, de 60 anos e mais e residentes em Campinas. Os idosos portadores de diabetes e hipertensão foram recrutados em um Hospital Universitário ...

  14. Consumo de nutrientes em adultos e idosos em estudo de base populacional: Projeto Bambuí

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Cristine Souza Lopes

    Full Text Available Inquérito alimentar populacional em amostra aleatória de 550 indivíduos > ou = 18 anos, realizado em Bambuí, Minas Gerais, Brasil, utilizando o Questionário Semiquantitativo de Freqüência Alimentar e recordatório 24 horas calibrados pela técnica de regressão linear. A análise constou de comparação de médias, teste de qui-quadrado e razão de adequação do nutriente (RAN-adequada: 90,0-110,0%. Foi baixo o percentual da população que apresentou RAN de acordo com o recomendado para consumo de carboidratos (2,4%, proteínas (17,6%, vitaminas (0,0-5,1% e minerais (0-21,1%. Diferenças de acordo com sexo e idade foram encontradas: 90,2% e 91,8% de mulheres apresentaram baixo consumo de ferro e vitamina B6, respectivamente. Ao contrário, 87,7% dos homens relataram consumo excessivo de ferro, 80,3% de fósforo e 11,9% de colesterol. Quanto à idade, 64,3% de idosos (> 60 anos relataram baixa ingestão protéica e 39,3% apresentavam inadequação das frações lipídicas; sendo que 35,7% informaram consumo excessivo de ácidos graxos saturados. Dos adultos (18-59 anos, 67,8% relataram excessivo consumo protéico e 53,4% ingestão insuficiente de ferro. Alto e inadequado consumo de lipídios e baixa ingestão de fibras, vitaminas e minerais, constituem problema importante de saúde pública por possivelmente contribuir para o aumento das doenças crônicas não transmissíveis.

  15. Influência da atividade física nos componentes psicomotores em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patricia Espíndola Mota Venâncio

    2016-07-01

    Full Text Available Objetivo: analisar a influência da atividade física nos componentes psicomotores em idosos participantes do UNIATI-UniEvangélica. Método: tratou-se de um estudo de natureza descritiva com abordagem qualitativa, transversal, realizado com 80 idosos, de ambos os sexos, sendo que 60 praticam atividades físicas, 20 musculação, 20 hidroginástica, 20 ritmos, regularmente em um projeto na faculdade UniEvangélica (UNIATI, na cidade de Anápolis-GO e outros 20 sedentários. As informações foram coletadas a partir de testes da ficha de avaliação psicomotora de Rosa Neto,22 os quais avaliam alterações de comportamento mental psicológico e neurológico, controle evolutivo nas áreas da motricidade fina, coordenação global, equilíbrio, esquema corporal, organização espacial e temporal. Resultados: os idosos praticantes de atividades físicas obtiveram melhor desempenho em todos os testes, com diferenças significativas, comparando aos idosos não praticantes, tendo a grande maioria classificado em muito inferior na coordenação global, normal médio no equilíbrio, muito superior na classificação do esquema corporal, normal médio na organização espacial, muito superior na estruturação temporal e normal médio na classificação geral dos aspectos psicomotores, mostrando assim que os idosos praticantes de atividades físicas tem maior desenvoltura em relação às valências físicas e motoras, controle da postura, percepção e manutenção da imagem corporal, um bom equilíbrio, melhor domínio de si próprio fisicamente, socialmente e psicologicamente. Considerações finais: a prática de musculação, hidroginástica e ritmos influencia na melhora e manutenção dos componentes psicomotores, obtendo assim uma maior desenvoltura da coordenação global, esquema corporal, equilíbrio, organização espacial e temporal, na qual os idosos sedentários não obtiveram bons resultados.

  16. Retratos de autópsias Psicossociais sobre suicídio de idosos em Teresina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Selena Mesquita Teixeira Sérvio

    Full Text Available O desígnio da presente pesquisa consiste em analisar os fatores psicossociais que perpassaram o suicídio de idosos em Teresina, por meio de uma investigação retrospectiva dos aspectos da vida do suicida antes do autoextermínio e da reconstituição dos fatores de risco para o suicídio. Trata-se de uma pesquisa de natureza qualitativa, descritiva e exploratória. Foram construídas autópsias psicossociais de cinco casos de suicídios de idosos ocorridos no período de 2004 a 2009. Esse método reúne três tipos de informação: ficha de identificação pessoal e social, genograma e entrevista semi-estruturada. A coleta foi viabilizada pelo relato de cinco sujeitos, familiares e parentes próximos ao idoso. O material obtido passou por três etapas: pré-análise, análise qualitativa e síntese analítica. Desse modo, os principais fatores de risco associados ao suicídio desses idosos foram: depressão, transtornos mentais graves, estigma referente ao envelhecimento, alcoolismo, automutilações, impulsividade, relações afetivas fragilizadas e história de vida marcada por eventos trágicos.

  17. Autoconceito em idosos homossexuais: um estudo exploratório

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kelly Cristina Santiago Abreu Pereira

    2015-05-01

    Full Text Available Dentro da temática da sexualidade, destaca-se, neste estudo, que a homossexualidade na velhice, apesar de ser tema relevante nos dias atuais, ainda é, porém, pouco explorado na literatura científica; e que não se pode estudar a velhice e a homossexualidade, separando o indivíduo da sociedade em que vive ou da família em que está inserido; dessa forma, deve-se conhecer o individual e o coletivo separadamente, para que se possa realmente compreender esse aspecto na vida de uma pessoa e contribuir para um envelhecimento bem-sucedido.

  18. Prevalência de transtornos ansiosos e algumas comorbidades em idosos: um estudo de base populacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mayara B. Machado

    2016-03-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo Avaliar a prevalência de transtornos ansiosos e fatores associados em uma amostra populacional de idosos do Sul de Santa Catarina. Métodos Estudo transversal com base em dados populacionais, que avaliou 1.021 indivíduos idosos entre 60 e 79 anos. Foram realizadas entrevistas domiciliares para aferição de variáveis sobre transtornos ansiosos, por meio do questionário MINI, dados sociodemográficos, hipertensão arterial sistêmica (HAS, infarto agudo do miocárdio (IAM e dosagem de colesterol. Resultados As prevalências entre os transtornos ansiosos foram de 22,0% para o transtorno de ansiedade generalizada (TAG; 14,8% para fobia social (FS; 10,5% para transtorno do pânico (TP; e 8,5% para o transtorno obsessivo-compulsivo (TOC. Além disso, 40,5% dos indivíduos apresentaram pelo menos um transtorno de ansiedade. A distribuição dos transtornos foi semelhante nos dois gêneros; TAG foi mais prevalente nos indivíduos de menor escolaridade; TOC foi mais presente em indivíduos casados ou em união estável. Em relação às variáveis clínicas, HAS foi associada à presença de TOC; FS foi associada com IAM; TOC e FS foram associados com HDL > 40 mg/dL. Conclusão Os dados demonstram que os quadros de ansiedade são muito frequentes em idosos da comunidade, se sobrepõem de forma significativa e estão associados a algumas variáveis clínicas cardiovasculares.

  19. O pensamento do perdão em idosos institucionalizados = Forgiveness reasoning in institutionalized elderly

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leime, Jamila

    2012-01-01

    Full Text Available Este trabalho apresenta uma análise do julgamento do perdão em homens com idade média de 72 anos, residentes em uma instituição de longa permanência para idosos, da cidade de João Pessoa, na Paraíba. Utilizaram-se dois instrumentos: a folha de rosto da Escala EFI, que fornece dados sobre mágoa e perdão e o Dilema de João, que avalia a capacidade de role-taking, a compreensão do perdão e as condições que facilitam o perdão. Os instrumentos foram administrados em sessões individuais e as entrevistas foram gravadas e transcritas. Os dados mostraram que a maioria dos idosos fez menção a mágoas, com prevalência de situações recentes. 70% dos idosos mostraram-se capazes de role-taking e 30% tiveram dificuldade de se colocar no lugar do personagem do dilema hipotético. Predominou um pensamento favorável ao perdão, com justificativas fundamentadas em expectativas institucionais religiosas e/ou motivos socioafetivos. Os idosos também demonstraram apatia e tédio, que dificultaram a sua participação na pesquisa. Espera-se que os resultados contribuam para a implantação de programas de intervenção na população idosa, visando o aumento da sua disposição para o perdão e a adoção de estratégias de enfrentamento das injustiças

  20. Necessidade de cuidados de enfermagem e intervenções terapêuticas em UTI: estudo comparativo entre pacientes idosos e não idosos

    OpenAIRE

    Ciampone,Juliana Trench; Gonçalves,Leilane Andrade; Maia,Flávia de Oliveira Motta; Padilha,Kátia Grillo

    2006-01-01

    OBJETIVOS: comparar as necessidades de cuidados de enfermagem e as intervenções terapêuticas realizadas em pacientes idosos e não idosos em UTI, segundo o Nursing Activities Score (NAS). MÉTODOS: Compuseram a amostra, 50 pacientes adultos admitidos na UTI de um Hospital Universitário do município de São Paulo, a partir de 26 de setembro de 2003. O teste de Mann-Whitney foi utilizado para a comparação entre as variáveis. RESULTADOS: Da amostra de pacientes, a média de idade foi de 70 anos. O m...

  1. Praticas socioculturais e de cuidado a saude de idosos em diferentes etnias

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jossiana Wilke Faller

    2013-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar práticas de cuidado à saúde e em situação de adoecimento adotadas por idosos de diferentes etnias. METODOS: O Interacionismo Simbólico e a Teoria Fundamentada nos Dados foram utilizados como estratégia teórico-metodológica. Dados coletados de fevereiro a julho de 2011 entre 33 idosos de cinco etnias diferentes, em seus domicílios. RESULTADOS: Os cuidados na saúde envolvem atividade física, alimentação, oração e trabalho, e somente os franceses demonstraram preocupação com isso ao longo da vida. Em situação de adoecimento, a fé e a religiosidade norteiam o cuidado entre os libaneses; a utilização de chás entre os paraguaios; a medicina tradicional associada ao uso de chás entre os franceses, chineses e brasileiros. CONCLUSÃO: As diferentes práticas de cuidado devem ser conhecidas pela enfermagem gerontológica, pois aproximam o profissional do idoso e sua família, permitindo-lhes planejar e implementar ações adequadas a cada situação específica.

  2. Cuidado filial e o relacionamento com o idoso em famílias de diferentes nacionalidades

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jossiana Wilke Faller

    Full Text Available RESUMO Objetivo: identificar de que forma ocorrem o cuidado filial e o relacionamento com o idoso em famílias de diferentes nacionalidades. Método: estudo qualitativo, realizado em município da tríplice fronteira do Paraná com 33 idosos de cinco nacionalidades e que adotou como estratégia teórico-metodológica o Interacionismo Simbólico e a Grounded Theory. Resultados: entre os libaneses, a religião muçulmana direciona a conduta dos filhos em obediência e respeito aos pais; entre os franceses, destacam-se relações familiares distantes e o cuidado asilar. Para os paraguaios, a relação familiar é estreita; os chineses têm o cuidado filial como obrigação tácita; e os brasileiros costumam acolher e cuidar dos pais na velhice. Conclusão: houve predomínio do cuidado familial, mas as tradições de cada sociedade direcionam as ações desse cuidado, sendo necessário, para a prática assistencial, que os profissionais da saúde reconheçam o contexto no qual os idosos estão inseridos.

  3. Terapia cognitivo-comportamental em grupo para idosos com sintomas de ansiedade e depressão: resultados preliminares

    OpenAIRE

    Lobo, Beatriz de Oliveira Meneguelo; Rigoli, Marcelo Montagner; Sbardelloto, Gabriela; Rinaldi, Juciclara; Argimon, Irani de Lima; Kristensen, Christian Haag

    2012-01-01

    Resumo: Sintomas de depressão e ansiedade são comumente observados em pacientes idosos. O presente trabalho teve por objetivo avaliar, de forma exploratória, os efeitos da psicoterapia cognitivo?comportamental (TCC) em um grupo de pacientes idosos (n = 6) entre 64 e 73 anos, que buscaram atendimento psicológico em um serviço de saúde mental. Foram avaliados sintomas de ansiedade, depressão e queixas de memória, antes e após a intervenção. Os resultados evidenciaram importante redução da sinto...

  4. Fatores associados a quedas em uma coorte de idosos residentes na comunidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Perracini Monica Rodrigues

    2002-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar fatores associados a quedas e a quedas recorrentes em idosos vivendo na comunidade, determinando o risco relativo de cada fator como preditor para quedas. MÉTODOS: Trata-se de um estudo de seguimento de dois anos, por meio de duas ondas de inquéritos multidimensionais domiciliares (1991/92 e 1994/95 com uma coorte de 1.667 idosos de 65 anos ou mais residentes na comunidade, município de São Paulo, SP. O instrumento utilizado foi um questionário estruturado, versão brasileira do OARS: Brazilian Multidimensional Functional Assessment Questionnaire (BOMFAQ. Foi realizada uma análise de regressão logística, passo a passo, com p<0,05 e IC de 95%. RESULTADOS: Cerca de 31% dos idosos disseram ter caído no ano anterior ao primeiro inquérito; cerca de 11% afirmaram ter sofrido duas ou mais quedas. Durante o seguimento, 53,4% dos idosos não referiram quedas, 32,7% afirmaram ter sofrido queda em pelo menos um dos inquéritos e 13,9% relataram quedas em ambos os inquéritos. O modelo preditivo de quedas recorrentes foi composto das variáveis: ausência de cônjuge (OR=1,6 95% IC 1,00-2,52, não ter o hábito de ler (OR=1,5 95% IC 1,03-2,37, história de fratura (OR=4,6 95% CI 2,23-9,69, dificuldade em uma a três atividades de vida diária (OR=2,37 95% CI 1,49-3,78, dificuldade em quatro ou mais atividades de vida diária (OR=3,31 95% CI 1,58-6,93 e entre aqueles idosos com visão mais comprometida (OR=1,53 95% CI 1,00-2,34. CONCLUSÕES: O envelhecimento populacional e o aumento da expectativa de vida demandam ações preventivas e reabilitadoras no sentido de diminuir os fatores de risco para quedas, como o comprometimento da capacidade funcional, a visão deficiente e a falta de estimulação cognitiva.

  5. Fatores associados a quedas em uma coorte de idosos residentes na comunidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Monica Rodrigues Perracini

    2002-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar fatores associados a quedas e a quedas recorrentes em idosos vivendo na comunidade, determinando o risco relativo de cada fator como preditor para quedas. MÉTODOS: Trata-se de um estudo de seguimento de dois anos, por meio de duas ondas de inquéritos multidimensionais domiciliares (1991/92 e 1994/95 com uma coorte de 1.667 idosos de 65 anos ou mais residentes na comunidade, município de São Paulo, SP. O instrumento utilizado foi um questionário estruturado, versão brasileira do OARS: Brazilian Multidimensional Functional Assessment Questionnaire (BOMFAQ. Foi realizada uma análise de regressão logística, passo a passo, com p<0,05 e IC de 95%. RESULTADOS: Cerca de 31% dos idosos disseram ter caído no ano anterior ao primeiro inquérito; cerca de 11% afirmaram ter sofrido duas ou mais quedas. Durante o seguimento, 53,4% dos idosos não referiram quedas, 32,7% afirmaram ter sofrido queda em pelo menos um dos inquéritos e 13,9% relataram quedas em ambos os inquéritos. O modelo preditivo de quedas recorrentes foi composto das variáveis: ausência de cônjuge (OR=1,6 95% IC 1,00-2,52, não ter o hábito de ler (OR=1,5 95% IC 1,03-2,37, história de fratura (OR=4,6 95% CI 2,23-9,69, dificuldade em uma a três atividades de vida diária (OR=2,37 95% CI 1,49-3,78, dificuldade em quatro ou mais atividades de vida diária (OR=3,31 95% CI 1,58-6,93 e entre aqueles idosos com visão mais comprometida (OR=1,53 95% CI 1,00-2,34. CONCLUSÕES: O envelhecimento populacional e o aumento da expectativa de vida demandam ações preventivas e reabilitadoras no sentido de diminuir os fatores de risco para quedas, como o comprometimento da capacidade funcional, a visão deficiente e a falta de estimulação cognitiva.

  6. Causas e consequências de quedas de idosos em domicílio

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fatima Ferretti

    Full Text Available INTRODUÇÃO: As quedas são frequentes nos idosos e, como eles permanecem a maior parte do tempo em domicílio, este que deveria ser um lugar seguro, torna-se muitas vezes um ambiente de maior risco. OBJETIVOS: Identificar as causas e consequências de quedas de idosos em domicílio por gênero e faixa etária e verificar quais estruturas corporais são mais acometidas. MATERIAIS E MÉTODOS: A amostra constituiu-se de 389 idosos residentes no município de Chapecó, sendo 191 mulheres (49,10% e 198 homens (50,89%. Para a coleta dos dados utilizou-se um questionário adaptado de Lojudice (14 e o Miniexame do Estado Mental (13. RESULTADOS: Foi identificada uma média de 1,6 quedas ao ano (DP ± 0,97. Uma média de 1,57 (DP ± 1,02 para homens e 1,63 (DP ± 0,91 nas mulheres. No entanto, por faixa etária, são os idosos com mais de 80 anos aqueles que mais sofreram quedas, em uma média de 2,16 (DP ± 1,34 por ano. O local de mais ocorrências de quedas foi o banheiro (24,94%, seguido da cozinha (18,25%. A maioria relatou ter sofrido algum tipo de lesão (92,03%, sendo as mais comuns as escoriações (46,52% e as fraturas (29,05%, e a região corporal com mais episódios foi o tornozelo (19,79% e o joelho (18,25%. CONCLUSÃO: Conclui-se que a ocorrência de quedas dentro do domicílio constitui-se em um problema de saúde pública, seja pelo número de lesões e impacto que gera na saúde do idoso ou pela necessidade de se pensar estratégias para prevenir esse evento em domicílio e no seu entorno.

  7. Utilização de medicamentos potencialmente inapropriados por idosos em domicílio

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lázara Montezano Lopes

    Full Text Available Resumo O objetivo foi avaliar a frequência de utilização em domicílio de medicamentos potencialmente inapropriados por idosos e analisar a significância clínica. Trata-se de estudo transversal retrospectivo, recorte de um estudo de utilização de medicamentos desenvolvido em um hospital público. Os medicamentos inapropriados foram classificados empregando os três grupos de critérios explícitos incluídos na Lista de Beers de 2012. Houve inclusão de 190 idosos na pesquisa e a prevalência encontrada para utilização de medicamentos inapropriados foi 44,2%. As classes terapêuticas de medicamentos inapropriados mais utilizados foram antiinflamatórios não esteroidais, agentes cardiovasculares, benzodiazepínicos e antidepressivos. Identificou-se associação positiva entre utilização de medicamentos inapropriados e polifarmácia, polipatologia e hipertensão. Na Rename 2013 identificou-se 35(34,3% fármacos inapropriados. O estudo demonstrou alta prevalência de utilização de medicamentos inapropriados pelos idosos. As consequências clínicas da utilização de medicamentos inapropriados são importantes para a saúde pública devido ao risco de eventos adversos e impacto negativo na funcionalidade do idoso. Na atenção ao idoso é importante desenvolver ações para promover o uso racional de medicamentos.

  8. Fatores de risco para perda auditiva em idosos - doi: 10.5020/18061230.2012.p176

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kelly Vasconcelos Chaves Martins

    2012-11-01

    Full Text Available Identificar os fatores de risco relacionados à perda auditiva sensorioneural em idosos. Métodos: Casuística constituída por 60 pacientes idosos separados em dois grupos: o Grupo de Caso, composto por 30 idosos, 21 do sexo feminino e 9 do sexo masculino, com idade mínima de 60 anos de idade, apresentando perda auditiva sensorioneural; e o Grupo Controle, composto por 30 idosos, pareados por gênero e idade, apresentando audição normal. Os pacientes foram submetidos à anamnese audiológica e audiometria tonal. O comprometimento auditivo foi definido de acordo com média de limiar maior que 35dBNA, nas frequências de 1000, 2000 e 4000 Hz, na melhor orelha. Resultados: As razões de chances estatisticamente significantes foram: a para história audiológica: exposição a ruído e história familiar de surdez; b para situações de dificuldade auditiva: televisão, igreja, telefone, ambiente silencioso, localizar sons, dificuldade com vozes e ambiente ruidoso; c para história otológica: zumbido, otorréia e nauseas; e d para história médica: problemas visuais, fumo, álcool, problemas na tireóide e doenças renais. Conclusão: Os achados do estudo evidenciaram, para a perda auditiva sensorioneural no idoso, fatores de risco relacionados à história audiológica, otológica e médica, e às situações de dificuldade auditiva.

  9. Epidemiologia do uso de medicamentos entre idosos em area urbana do Nordeste do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sabrina Joany Felizardo Neves

    2013-08-01

    Full Text Available OBJETIVO Analisar o uso de medicamentos entre idosos e os fatores associados. MÉTODOS Estudo transversal com 400 indivíduos maiores de 60 anos residentes na área de abrangência da Estratégia Saúde da Família, em Recife, PE, em 2009. Os indivíduos foram selecionados por amostra probabilística sistemática, com coleta de dados de base domiciliar. Foram avaliadas variáveis socioeconômicas e demográficas, estilo de vida, condições de saúde e nutricionais. A variável independente foi uso de medicamentos. O diagrama analítico envolveu análises estatísticas uni e multivariadas. RESULTADOS A prevalência de uso de medicamentos foi de 85,5%. A polifarmácia (> 5 medicamentos ocorreu em 11% dos casos. Dos 951 medicamentos relatados, 98,2% foram por prescrição médica e 21,6% foram considerados inseguros para idosos. Os medicamentos de uso nos sistemas cardiovascular (42,9%, nervoso central (20,2%, digestório e no metabolismo orgânico (17,3% foram os mais utilizados. O uso de polifarmácia associou-se à escolaridade (p = 0,008, à saúde autorreferida (p = 0,012, à doença crônica autorreferida (p = 0,000 e ao número de consultas médicas ao ano (0,000. CONCLUSÕES A proporção de uso de medicamentos é elevada entre idosos, inclusive daqueles considerados inadequados, e há desigualdades entre grupos de idosos quando se considera escolaridade, quantidade de consultas médicas e saúde autorreferida.

  10. Avaliação da presença de risco para queda em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tatiana Rocha Machado

    2009-03-01

    Full Text Available As quedas são um importante fator causal para a dependência dos idosos, pois, estão relacionadas a um índiceelevado de incapacidade e de mortalidade. Objetivou-se avaliar os fatores de risco para quedas presentes em umgrupo de idosos de acordo com o diagnóstico de enfermagem “Risco para quedas” da NANDA (versão 2001/2002 edeterminar o grau de susceptibilidade aumentado para quedas nos idosos segundo a “Escala de risco de quedas deDownton”. Estudo descritivo realizado com 24 idosos no período de janeiro a julho de 2003 em um centro de saúde deFortaleza/CE. Distribuiu-se os fatores em: maior freqüência; menor freqüência e as categorias não citadas. Fatores derisco mais citados: quedas (87,5%; idade igual ou superior a 65 anos (70,8%; dificuldades visuais (95,8%;medicações (75%; quarto não familiar (62,5% e ausência de antiderrapante (95,8%. O processo deenvelhecimento provoca inúmeras alterações no organismo humano, podendo levar o indivíduo a sofrer mudanças noseu cotidiano ao longo do tempo, como a necessidade de ajuda para realizar as atividades de vida diária. As quedasneste grupo etário podem ser consideradas como fatores significativos de alerta a fim de evitar seqüelas físicas eemocionais decorrentes desses eventos.

  11. Fraturas da Extremidade Superior do Fémur em Idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosa Martins

    2016-07-01

    Os resultados mostraram que 40% dos idosos são independentes, 21,7% apresentam dependência moderada e 38,3% apresenta dependência severa. Verificámos, ainda, que os idosos mais novos (p=0,01, casados (p=0,006, com habilitações literárias superiores (p=0,002, com maiores rendimentos mensais (p=0,017, com apoio informal (p=0,003 e com a realização de programas de reabilitação continuados (p=0,002 Conclusões: As evidências encontradas neste estudo mostram que a incapacidade funcional dos idosos resultantes das fraturas da extremidade superior do fémur apresenta níveis diferenciados de dependência e confirma a multiplicidade de fatores que podem interferir nessa dependência.

  12. Avaliação do risco de quedas em idosos atendidos em Unidade Básica de Saúde

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tatyana Ataíde Melo de Pinho

    2012-04-01

    Full Text Available A população mundial vem envelhecendo de forma abrupta, o que representa um grande desafio para os órgãos competentes que, por sua vez, necessitam de novas políticas públicas de saúde, inclusive na prevenção de quedas. Este estudo objetivou avaliar o risco de quedas em idosos. Trata-se de um estudo epidemiológico de corte transversal com abordagem quantitativa, realizado em uma unidade de saúde da família. A amostra foi composta por 150 idosos avaliados de janeiro a abril de 2009. Para a coleta de dados, utilizou-se o Fall Risk Score, que foi analisado através do SPSS 17.0. Dos idosos avaliados 58,8% não sofreram quedas, sendo que, dos idosos que caíram (63 idosos, 71,4% sofreram de 1 a 2 quedas, citando como principal causa intrínseca a tontura/vertigem, enquanto que a extrínseca foi pisos escorregadios ou molhados. Conclui-se, portanto, que é de grande relevância avaliar o risco de quedas em idosos, para que se medidas preventivas sejam tomadas, com o objetivo de maximizar a qualidade de vida.

  13. Repercussões do tempo operatório em pulmões de ratos idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Medeiros Aldo da Cunha

    2003-01-01

    Full Text Available A duração das operações pode representar um fator importante para uma série de complicações pós-operatórias, especialmente para os indivíduos idosos. OBJETIVO: estudar a repercussão nos pulmões, de operações de diferentes tempos de duração. MÉTODOS: Vinte ratos idosos (18 meses e 20 jovens (3 meses foram separados aleatoriamente em grupos A e B respectivamente. Os grupos foram divididos em A1, A2, A3, A4, B1, B2, B3 and B4, com cinco ratos cada. Os animais foram anestesiados com pentobarbital (20mg/Kg intraperitoneal. No subgrupo A1 e B1 foi feita operação com duração de 30 minutos, nos grupos A2 and B2 60 minutos, em A3 and B3 a operação foi feita em 120 minuto e os animais A4 e B4 (controle não foram operados. O procedimento consistiu de laparotomia xifopubiana que foi aberta e fechada tantas vezes quanto necessário para atingir os tempos estipulados. Após o quinto dia pós-operatório os animais foram mortos com superdose de anestésico e biópsias de ambos os pulmões foram realizadas. Os achados histopatológicos foram transformados em escores. RESULTADOS: os grupos de ratos jovens atingiram os escores: A1= escore 6, A2=11; A3=28; A4=5. Os ratos idosos tiveram os escores: B1=12; B2=34; B3=51 e B4=6. A análise estatística revelou diferenças significantes entre os escores dos grupos A e B. CONCLUSÕES: O tempo prolongado nas operações realizadas em ratos idosos contribuiu para o aparecimento de alterações pulmonares de modo significante. Quanto maior o tempo operatório, mais intensas e mais freqüentes as complicações pulmonares.

  14. Quedas em idosos institucionalizados no município de Goiânia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ruth Losada de Menezes

    2008-03-01

    Full Text Available As quedas em idosos constituem importante problema de saúde pública e devem ser sempre valorizadas, não só pelas conseqüências imediatas, como também pelos efeitos cumulativos e repercussões incapacitantes e onerosas. Vários estudos apontam que em idosos institucionalizados as quedas são mais freqüentes e apresentam causas multifatoriais. Os objetivos deste estudo foram: identificar a prevalência de quedas e seu contexto de ocorrência em idosos institucionalizados; estudar a relação da variável dependente (queda com as variáveis sócio-demográficas; avaliar dados multidimensionais relacionados aos idosos, enquanto fatores predisponentes para futuras quedas e caracterizar o ambiente físico das instituições, avaliando aspectos predisponentes às quedas. Foi realizado um estudo descritivo transversal em seis instituições de longa permanência para idosos existentes na cidade de Goiânia. A amostra da investigação constou de 95 idosos que atenderam aos critérios de inclusão e exclusão. Utilizou-se um questionário contendo dados sócio-demográficos; informações sobre episódios de queda nos últimos doze meses e seu contexto de ocorrência; dados clínicos relacionados às condições de saúde-doença; dados cognitivos (Escala de Depressão Geriátrica abreviada de Yesavage – GDS; avaliação da capacidade para as atividades básicas de vida diária (Escala de atividades básicas de vida diária de Katz; avaliação do equilíbrio e marcha através da escala “Performance – Oriented Mobility Assessment” (POMA versão POMA-Brasil e um questionário contendo informações relacionadas ao ambiente das instituições. Para a análise descritiva e testes de associação entre a variável dependente e as variáveis sócio-demográficas aplicaram-se o teste de Qui-quadrado – o valor de p utilizado como padrão foi de 0,05 (5%. Os achados mostraram que 34,7% dos idosos relataram quedas nos últimos 12 meses e o fator

  15. Funcionalidade, cognição e depressão em idosos institucionalizados que sofreram quedas na cidade do Rio Grande/RS

    OpenAIRE

    Valcarenghi, Rafaela Vivian

    2009-01-01

    Dissertação(mestrado) - Universidade Federal do Rio Grande, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Escola de Enfermagem, 2009. O estudo apresentado teve como objetivos: geral – analisar a influência de alterações na funcionalidade/cognição e presença de depressão nas quedas em idosos residentes em uma Instituição de Longa Permanência para Idosos (ILPI), no sul do Brasil. Específicos: identificar aspectos favoráveis às quedas nos idosos institucionalizados; estabelecer o perfil dos idosos...

  16. Adesão medicamentosa em idosos em seguimento ambulatorial Medicine adeshion in eldery people in an ambulatorial attendance

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Aparecida Cintra

    2010-11-01

    Full Text Available Este estudo objetivou avaliar a adesão ao tratamento medicamentoso em idosos em seguimento ambulatorial e identificar os fatores relacionados a esta adesão. Foram entrevistados 165 idosos em seguimento ambulatorial no Hospital das Clínicas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp, São Paulo. Utilizou-se instrumento próprio, com informações relativas à identificação dos sujeitos, dados de saúde autorreferidos e relativos à terapêutica medicamentosa. Os dados foram submetidos às análises descritiva e de comparação. A maioria dos idosos revelou adesão ao tratamento (88,5%, dentre os quais 91,1% moravam acompanhados. Os idosos que moravam sozinhos apresentaram três vezes mais chances de não aderência ao tratamento (OR: 3,655. Os efeitos colaterais dos medicamentos mostraram sete vezes mais chances de não aderência (OR: 7,092. Os fatores combinados que apresentaram maior chance de predizer a não adesão à terapêutica foram "mora sozinho" (OR: 4,346 e "efeitos colaterais" (OR: 8,219.The objectives of this study were to evaluate the elderly drug adhesion in an outpatient geriatric service linked to the State University Hospital of Campinas (São Paulo, Brazil as well as to identify the related events to this adhesion. One hundred sixty five elders were submitted to an interview. It was used an instrument to collect information about the patients' identification, besides the self-reported state of health and drug utilization. The data were evaluated through the descriptive and comparative analysis. They showed that most of the elderly (88.5% have confirmed the drug adhesion and among them 91.1% were living with company. The elderly who were living alone presented three-time more chance of non-adhesion to the drug therapy (OR: 3.655. Those that have referred drug side effects presented seven-time more chance of non-adhesion (OR: 7.092. The associated events which better predict the drug non-adhesion were: "living alone" (OR

  17. Dinâmica da institucionalização de idosos em Belo Horizonte, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Chaimowicz Flávio

    1999-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: O processo de envelhecimento populacional brasileiro tem sido acompanhado por transformações epidemiológicas e sociais que, em outros países, aumentaram a demanda por instituições de longa permanência. Nesse sentido, desenvolveu-se estudo sobre dinâmica da institucionalização de idosos através da análise da oferta de leitos e características demográficas dos residentes em asilos. MÉTODOS: Foi realizado levantamento dos asilos de idosos do Município de Belo Horizonte, MG. Foram registradas datas de nascimento e admissão de 1.128 residentes de 33 dos 40 asilos em funcionamento no município. A lotação foi calculada através da capacidade informada e da taxa de institucionalização, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD. RESULTADOS: As taxas de institucionalização de idosos (65+ do município foram 0,9% (mulheres e 0,3% (homens. A lotação mediana dos asilos era de 92%. Dentre os 1.128 residentes arrolados (92,5% do total, as mulheres (81% apresentavam maiores médias de idade (76,4 x 70,4 anos; p=0,00 e estada (5,6 x 4,5 anos; p=0,01. DISCUSSÃO/CONCLUSÕES: Elevada lotação, listas de espera nos asilos filantrópicos (85% do total e rígidos critérios para admissão (metade recusava idosos demenciados ou dependentes sugerem que a baixa taxa de institucionalização se deve à escassez de vagas. A predominância de idosas reflete a prevalência de viúvas ou separadas na comunidade (66% contra 76% de homens casados. A proporção de homens adultos (31% < 65 anos sugere dificuldade de se auto-sustentarem após a viuvez. Elevada taxa de mortalidade (24% durante 20 meses de acompanhamento de amostra aleatória de 263 residentes, incompatível com o rigor dos critérios de admissão, determina a baixa mediana de estada (3 anos. Os dados refletem o anacronismo de um sistema não direcionado à manutenção dos idosos em seus próprios domicílios.

  18. Idosos asilados em hospitais gerais Long-term care elderly residents in general hospitals

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Milton Luiz Gorzoni

    2006-12-01

    Full Text Available Instituições de longa permanência para idosos interagem periodicamente com hospitais gerais para internações de casos agudos ou dos que necessitam de métodos diagnósticos complexos e da atenção de várias especialidades simultaneamente. A decisão de indicar hospitalização é multifatorial, sendo influenciada por circunstâncias como a gravidade do quadro clínico e a infra-estrutura das instituições de longa permanência para idosos. Internações hospitalares apresentam benefícios e riscos, como o desenvolvimento de iatrogenias, delirium e declínios funcionais, podendo resultar em piora do estado geral e da qualidade de vida do idoso asilado durante e/ou após a hospitalização. O objetivo do estudo foi abordar aspectos peculiares na avaliação, tratamento e manejo de idosos asilados em internações hospitalares, particularmente quanto a cuidados que os auxiliem efetivamente nessas circunstâncias. Discutiram-se situações freqüentes como delirium, iatrogenias, desnutrição, declínio funcional e cuidados paliativos e características próprias de residentes em instituições para idosos durante internações em hospitais gerais.Long-term care facilities for the elderly have regularly to work together with general hospitals to provide care to acutely ill residents or when they require all together more complex diagnostic procedures and multi-specialty care. The decision to hospitalize a nursing home elderly resident is multifactorial and it is based on factors such as illness severity and care facility infrastructure. Hospitalizations have benefits and risks such developing iatrogenic diseases, delirium, and functional decline, which may deteriorate patients' general condition and their quality of life during and/or after hospitalization. This study aimed at addressing specific aspects of assessment, treatment and management of nursing home elderly who require to be hospitalized, especially focusing on their effective care

  19. Dinâmica da institucionalização de idosos em Belo Horizonte, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flávio Chaimowicz

    1999-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: O processo de envelhecimento populacional brasileiro tem sido acompanhado por transformações epidemiológicas e sociais que, em outros países, aumentaram a demanda por instituições de longa permanência. Nesse sentido, desenvolveu-se estudo sobre dinâmica da institucionalização de idosos através da análise da oferta de leitos e características demográficas dos residentes em asilos. MÉTODOS: Foi realizado levantamento dos asilos de idosos do Município de Belo Horizonte, MG. Foram registradas datas de nascimento e admissão de 1.128 residentes de 33 dos 40 asilos em funcionamento no município. A lotação foi calculada através da capacidade informada e da taxa de institucionalização, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD. RESULTADOS: As taxas de institucionalização de idosos (65+ do município foram 0,9% (mulheres e 0,3% (homens. A lotação mediana dos asilos era de 92%. Dentre os 1.128 residentes arrolados (92,5% do total, as mulheres (81% apresentavam maiores médias de idade (76,4 x 70,4 anos; p=0,00 e estada (5,6 x 4,5 anos; p=0,01. DISCUSSÃO/CONCLUSÕES: Elevada lotação, listas de espera nos asilos filantrópicos (85% do total e rígidos critérios para admissão (metade recusava idosos demenciados ou dependentes sugerem que a baixa taxa de institucionalização se deve à escassez de vagas. A predominância de idosas reflete a prevalência de viúvas ou separadas na comunidade (66% contra 76% de homens casados. A proporção de homens adultos (31% < 65 anos sugere dificuldade de se auto-sustentarem após a viuvez. Elevada taxa de mortalidade (24% durante 20 meses de acompanhamento de amostra aleatória de 263 residentes, incompatível com o rigor dos critérios de admissão, determina a baixa mediana de estada (3 anos. Os dados refletem o anacronismo de um sistema não direcionado à manutenção dos idosos em seus próprios domicílios.

  20. Fatores associados ao sedentarismo no lazer em idosos, Campinas, São Paulo, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Paula do Amaral Zaitune

    2007-06-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi conhecer a prevalência de sedentários no lazer (que referem não praticar nenhum exercício físico no lazer ao menos uma vez por semana em idosos de Campinas, São Paulo, Brasil, segundo fatores demográficos e sócio-econômicos, outros comportamentos relacionados à saúde e à presença de morbidades. Trata-se de um estudo transversal, de base populacional, com amostragem em múltiplos estágios. A análise dos dados levou em conta o desenho amostral. A prevalência de sedentários foi 70,9%, sendo que as razões de prevalências foram significativamente maiores que um para os idosos de menor renda (1,31: 1,11-1,55, tabagistas (1,39: 1,23-1,57, com transtorno mental comum (1,20: 1,04-1,39 e do sexo feminino (1,16: 1,00-1,35. A prevalência de caminhada foi 23,5%, seguida por ginástica ou musculação (3,8% e por natação ou hidroginástica (3,6%. Os resultados apontam para a necessidade do desenvolvimento de ações globais com respeito aos comportamentos relacionados à saúde. Atenção especial deve ser dada aos idosos do sexo feminino, àqueles com transtorno mental comum e aos de menor nível sócio-econômico a fim de garantir eqüidade em relação às práticas de promoção da saúde.

  1. Idosos em instituições de longa permanência: falando de cuidado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Valéria da Silva Freitas

    2010-06-01

    Full Text Available Trata-se de pesquisa de cunho etnográfico que teve o objetivo de discutir o cuidado dispensado ao idoso que reside em instituição de longa permanência. A metodologia consistiu na realização de entrevista com uma idosa para a reconstrução da sua história de vida, aliada à observação sistemática no local. A análise do material empírico deu-se a partir da identificação de temas relevantes para o narrador, trabalhados por meio das categorias relativas ao cuidado, discutidas por meio de subcategorias: o autocuidado, o cuidado informal, o cuidado como caridade e o cuidado profissional. Os resultados indicaram que os cuidados prestados pelos profissionais, aos idosos, nem sempre correspondem ao que é deles esperado. Ressaltamos a importância de ampliar a discussão sobre instituições de longa permanência e o conceito de cuidado, levando em conta a sociabilidade do idoso e a promoção da sua saúde.

  2. Idosos em instituições de longa permanência: falando de cuidado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Valéria da Silva Freitas

    Full Text Available Trata-se de pesquisa de cunho etnográfico que teve o objetivo de discutir o cuidado dispensado ao idoso que reside em instituição de longa permanência. A metodologia consistiu na realização de entrevista com uma idosa para a reconstrução da sua história de vida, aliada à observação sistemática no local. A análise do material empírico deu-se a partir da identificação de temas relevantes para o narrador, trabalhados por meio das categorias relativas ao cuidado, discutidas por meio de subcategorias: o autocuidado, o cuidado informal, o cuidado como caridade e o cuidado profissional. Os resultados indicaram que os cuidados prestados pelos profissionais, aos idosos, nem sempre correspondem ao que é deles esperado. Ressaltamos a importância de ampliar a discussão sobre instituições de longa permanência e o conceito de cuidado, levando em conta a sociabilidade do idoso e a promoção da sua saúde.

  3. Comportamento sedentário como discriminador dos transtornos mentais comuns em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paloma Alves dos Santos da Silva

    Full Text Available RESUMO Objetivo Analisar o comportamento sedentário (CS como discriminador dos Transtornos Mentais Comuns (TMC entre idosos. Métodos Estudo transversal com amostra composta por 310 indivíduos idosos, residentes no município de Ibicuí-BA. Foi utilizado um questionário contendo informações sobre características sociodemográficas, inatividade física no tempo livre e questões autorreferidas do tempo gasto sentado em um dia habitual da semana e de um dia do final de semana. Para estimar o ponto de corte do Comportamento Sedentário na discriminação dos TMC, utilizou-se a curva Receiver Operating Characteristic (ROC. Resultados A prevalência de TMC foi de 55,8%, sendo maior entre as mulheres (66,7%. Os maiores valores para a área sob as curvas ROC entre CS e TMC foi para o sexo masculino: CS/dia 0,58 (IC 95% = 0,49-0,67. Os pontos de corte propostos para CS/dia foram: homens: > 330 min/dia; mulheres: > 300 min/dia. Conclusão O comportamento sedentário é um indicador válido para identificação de suspeita de TMC em idosos, mostrando-se ser um fator de risco que deve ser observado pelos profissionais de saúde.

  4. Envelhecimento ativo e caracteristicas de personalidade em idosos portugueses

    OpenAIRE

    Santos, Inês Soreano dos

    2013-01-01

    Os estudos sobre idade adulta, a velhice e o processo de envelhecimento, têm vindo a adquirir um relevo e pertinência neste início do século vinte e um, devido à evolução demográfica que se assiste no mundo ocidental (Fonseca, 2006). Em Portugal, os Censos 2011 (INE, 2011) refletem um perfil demográfico caracterizado por um aumento da população mais idosa e pela diminuição da população mais jovem, motivada sobretudo pela diminuição da natalidade. Este presente estudo pretendeu testar empirica...

  5. A tomada de decisão em adultos jovens e em adultos idosos: um estudo comparativo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Schneider Bakos

    Full Text Available O presente estudo comparou adultos jovens e adultos idosos em seu desempenho na IGT. A amostra foi constituída por de 72 indivíduos, distribuídos em dois grupos etários: 36 adultos jovens (M = 29,86, DP = 4,63 e 36 adultos idosos (M = 66,89, DP = 5,19. Não houve diferença entre os grupos quanto às escolhas de cartas (p= 0,60, considerando o escore com base no cálculo (mental. Observaram-se, contudo, diferenças significativas no processo de aprendizagem (p = 0,026. considerando o escore com base na frequência (punição, não foram observadas diferenças significativas nas escolhas das cartas (p = 0,48 bem como no processo de aprendizagem (p = 0,076. Os resultados corroboram estudos anteriores, que minimizam a influência da idade na IGT. Sugerese que a forma de analisar os escores pode estar influenciando o entendimento do comportamento de escolha, juntamente a aspectos referentes à constituição da amostra.

  6. Fatores associados aos sintomas depressivos em idosos: estudo EpiFloripa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucelia Justino Borges

    2013-08-01

    Full Text Available OBJETIVO Analisar a prevalência e fatores associados a sintomas depressivos em idosos. MÉTODOS Estudo epidemiológico transversal e de base domiciliar (inquérito EpiFloripa Idoso com 1.656 idosos, realizado por conglomerados em dois estágios, setores censitários e domicílios, em Florianópolis, SC. A prevalência de sintomas depressivos (desfecho foi obtida por meio da Geriatric Depression Scale (GDS-15, e testadas associações segundo variáveis sociodemográficas, de saúde, comportamentais e sociais. Foram calculadas razões de prevalências brutas e ajustadas com intervalo de 95% de confiança por regressão de Poisson. RESULTADOS A prevalência de sintomas depressivos foi de 23,9% (IC95% 21,84;26,01. Os fatores de risco associados no modelo final foram: escolaridade de cinco a oito anos (RP = 1,50; IC95% 1,08; 2,08, um a quatro anos (RP = 1,62; IC95% 1,18; 2,23 e nenhum ano de estudo (RP = 2,11; IC95% 1,46;3,05; situação econômica pior quando comparada com a que tinha aos 50 anos (RP = 1,33; IC95% 1,02;1,74; déficit cognitivo (RP = 1,45; IC95% 1,21;1,75; percepção de saúde regular (RP = 1,95; IC95% 1,47;2,60 e ruim (RP = 2,64; IC95% 1,82;3,83; dependência funcional (RP = 1,83; IC95% 1,43; 2,33; e dor crônica (RP = 1,35; IC95% 1,10;1,67. Grupo etário de 70 a 79 anos (RP = 0,77; IC95% 0,64;0,93; atividade física de lazer (RP = 0,75; IC95% 0,59;0,94; participação em grupos de convivência ou religiosos (RP = 0,80; IC95% 0,64;0,99; e ter relação sexual (RP = 0,70; IC95% 0,53;0,94 mostraram-se fatores protetores ao aparecimento dos sintomas depressivos. CONCLUSÕES Situação clínica adversa, desvantagem socioeconômica e pouca atividade social e sexual mostraram-se associadas aos sintomas depressivos em idosos.

  7. Em Torno da Fibrilação Auricular no Idoso...Complexo e Multifacetado

    OpenAIRE

    Marques da Silva, P

    2016-01-01

    A fibrilação auricular é a arritmia mais comum dos idosos. A prevenção dos eventos tromboembólicos (e do acidente vascular cerebral, em particular) e a anticoagulação oral é uma necessidade inadiável. No entanto, a fibrilação auricular no idoso é uma circunstância, por natureza, complexa e está associada a um número elevado de comorbilidades, de síndromes gerais geriátricos, de polimedicação e de fragilidade clínica. Por isso, os cuidados geriátricos primários passam pela avaliação do estado ...

  8. Prevalência da polifarmácia em idosos com demência

    OpenAIRE

    Kusano, Liana Tieko Evangelista

    2009-01-01

    A polifarmácia entre os idosos tornou-se uma prática comum. A polifarmácia pode ser classificada como quantitativa e qualitativa. Dentre os conceitos para a quantitativa, definiu-se a mesma como sendo a utilização de dois ou mais medicamentos. Por sua vez, a polifarmácia qualitativa leva em consideração a racionalização da terapia farmacológica. A partir dos dois conceitos apresentados, este estudo objetivou avaliar a prevalência da polifarmácia nos idosos com demência e associa-las às caract...

  9. Autopercepção da perda de dentes em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Beatriz Unfer

    2006-06-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi analisar as percepções de um grupo de idosos sobre a perda de dentes. Realizou-se uma pesquisa qualitativa que utilizou O Discurso do Sujeito Coletivo como técnica metodológica para a ordenação dos dados. A análise das entrevistas e a construção do Discurso do Sujeito Coletivo revelaram informações sobre os pensamentos e valores associados à perda de dentes no grupo. Os principais resultados sugerem que a falta de dentes trouxe problemas funcionais e psicológicos, mas que parecem ser compensados pela resolução do problema estético. As justificativas reveladas pelo sujeito coletivo para o edentulismo refletem predominantemente o modelo de atenção à saúde, em que predominam procedimentos cirúrgico-restauradores e reabilitadores, em detrimento de ações preventivas e educativas. Desta forma, torna-se imprescindível o desenvolvimento de iniciativas no campo da educação e prevenção em saúde bucal, enfatizando ações voltadas para a atenção integral do idoso, destacando-se a dimensão social das doenças e o papel do Estado como provedor da saúde e da qualidade de vida de todos os cidadãos.

  10. Fatores associados à fragilidade em idosos hospitalizados: uma revisão integrativa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Júlio César Guimarães Freire

    Full Text Available RESUMO Objetivou-se sintetizar e avaliar a produção do conhecimento sobre os fatores significativamente associados à fragilidade em idosos hospitalizados. Para isso, foram consultadas as bases de dados Medical Literature and Retrieval System Online (Medline, Literatura Latino-Americana em Ciências da Saúde (Lilacs e Índice Bibliográfico Español em Ciencias de la Salud (Ibecs, de 2012 a 2016, cuja análise de 20 artigos identificou fatores associados à fragilidade: maior mortalidade hospitalar e após alta, longa hospitalização, reinternação, transferências, idade avançada, sexo feminino e viuvez, além de fatores psicossociais, físicos e/ou funcionais. Espera-se que os resultados da revisão facilitem o aprimoramento de práticas e a tomada de decisão das equipes multiprofissionais que prestam assistência ao idoso no ambiente hospitalar.

  11. Polifarmácia em idosos: um estudo de base populacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karine Gonçalves Pereira

    Full Text Available RESUMO: Objetivo: Investigar a polifarmácia em idosos residentes na área urbana de Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, estimando a prevalência e os fatores a ela associados. Métodos: Foi realizado um estudo transversal de base populacional em uma amostra de 1.705 idosos, entre 2009 e 2010. A variável dependente foi polifarmácia (definida como “uso de cinco ou mais medicamentos”. Utilizaram-se variáveis sociodemográficas, uso de serviços de saúde e autoavaliação de saúde como exploratórias. Foram estimadas razões de prevalência (RP por meio de análise multivariada utilizando-se da regressão de Poisson. Resultados: A média do uso de medicamentos por idosos foi de 3,8 (variando entre 0 e 28. A prevalência de polifarmácia foi de 32%, com intervalo de confiança de 95% (IC95% 29,8 - 34,3. As características que apresentaram associação positiva com polifarmácia foram: sexo feminino (RP = 1,27; IC95% 1,03 - 1,57, aumento da idade (RP = 1,38; IC95% 1,08 - 1,77, autoavaliação de saúde negativa (RP = 1,99; IC95% 1,59 - 2,48 e realização de consulta médica nos últimos 3 meses anteriores à entrevista (RP = 1,89; IC95% 1,53 - 2,32. Os grupos de medicamentos mais utilizados pelos idosos na polifarmácia foram os indicados para o sistema cardiovascular, trato alimentar e metabolismo e sistema nervoso. Conclusão: O padrão de uso de medicamentos por idosos está dentro da média nacional. A prevalência de polifarmácia e as características a ela associadas foram semelhantes aos achados em outras regiões do Brasil.

  12. Idosos com alteração cognitiva em contexto de pobreza: estudando a rede de apoio social

    OpenAIRE

    Brito,Tábatta Renata Pereira de; Costa,Reijane Salazar; Pavarini,Sofia Cristina Iost

    2012-01-01

    O objetivo deste trabalho foi analisar a estrutura e função das redes de apoio social de idosos com alterações cognitivas, residentes em contexto de alta e muito alta vulnerabilidade social, além de identificar associações entre as características das redes e a capacidade funcional. Os sujeitos estudados foram 38 idosos, residentes em contexto de alta e muito alta vulnerabilidade social, que apresentaram resultado no Mini Exame do Estado Mental abaixo da nota de corte. Todos os cuidados ético...

  13. Farmácia: a porta de entrada para o acesso a medicamentos para idosos residentes em Santos

    OpenAIRE

    Moura,Beatriz Vieira de; Cohn,Amélia; Pinto,Rosa Maria Ferreiro

    2012-01-01

    Este estudo teve como objetivos conhecer o perfil dos medicamentos utilizados pelos idosos, com ênfase na associação entre aqueles de uso contínuo mais utilizados e outros fármacos sem indicação médica e avaliar a função social do farmacêutico nas farmácias privadas. O método utilizado foi a pesquisa qualitativa de natureza compreensiva e explicativa, realizada no município de Santos, em 2008, em bairros com maior concentração de idosos (IBGE,2000). Nesses bairros, foram identificadas três fa...

  14. Polifarmácia em Idosos do Programa Universidade Aberta à Terceira Idade da Universidade Federal de Pernambuco

    OpenAIRE

    ALVES, Niedja Maria Coelho

    2014-01-01

    Polifarmácia é o uso de dois ou mais medicamentos para o mesmo ou vários problemas de saúde. Sua prática é considerada um tipo de uso irracional de medicamentos, podendo acarretar reações adversas e interações medicamentosas, principalmente em idosos, os mais vulneráveis a estes problemas. Descrever a polifarmácia em idosos inscritos no Programa Universidade Aberta à Terceira Idade (UnATI) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Estudo do tipo transversal descritivo, realizado com 159 a...

  15. Fatores que predispõem ao declínio funcional em idosos hospitalizados

    OpenAIRE

    Cunha, Fabiana Carla Matos da; Cintra, Marco Túlio Gualberto; Cunha, Luciana Cristina Matos da; Giacomin, Karla Cristina; Couto, Érica de Araújo Brandão

    2009-01-01

    RESUMO INTRODUÇÃO: O aumento da expectativa de vida é uma realidade mundial e determina maior prevalência de doenças crônicas e maior demanda pelos serviços de saúde, incluindo os hospitalares. Atualmente, estudos têm focalizado o declínio funcional e suas consequências - demanda por recursos materiais e humanos, institucionalização e hospitalização. O objetivo foi a revisão crítica da literatura disponível sobre os fatores de risco associados ao declínio funcional em idosos hospitalizados. ...

  16. Sintomas de depressão e solidão em idosos institucionalizados

    OpenAIRE

    Ribeiro, Maria Isabel; Fernandes, António

    2014-01-01

    Enquadramento e Problema: A depressão tem-se mostrado como a perturbação mental mais comum na comunidade idosa, sobretudo na institucionalizada (Barua & Kar, 2010). A solidão, em termos psicológicos, pode ser caracterizada pela ausência afetiva do outro e estar relacionado com o sentimento, com a sensação de estar só (Moreira & Callou, 2006). Pode ser um sentimento de angústia, abandono e isolamento (Pinhel, 2011). Muitas vezes, os idosos institucionalizados experimentam sentimentos de depres...

  17. Avaliação funcional e nutricional em pacientes idosos do foro cirúrgico

    OpenAIRE

    Lopes, Isabel Fernanda

    2017-01-01

    Enquadramento: O processo de envelhecimento implica declínio funcional, muitas vezes exacerbado por inúmeros fatores de risco como a desnutrição associada à doença. Objetivo: Avaliar a capacidade funcional e o estado nutricional em pacientes com mais de 65 anos admitidos num serviço de cirurgia geral. Metodologia: Estudo de caráter descritivo e correlacional, transversal, numa abordagem quantitativa que incluiu 89 idosos hospitalizados. A capacidade funcional foi avaliada recorrendo ao ...

  18. Comportamento Sedentário em Idosos: Uma Revisão Sistemática

    OpenAIRE

    Santos, Rafaela Gomes dos; Medeiros, Jéssica Cristina; Schmitt, Beatriz Dittrich; Meneguci, Joilson; Santos, Douglas Assis Teles; Damião, Renata; Tribess, Sheilla; Virtuoso Júnior, Jair Sindra

    2015-01-01

    O objetivo desse estudo foi analisar a produção de artigos sobre comportamentos sedentários em idosos. Trata-se de uma revisão sistemática a partir da base de dados Pubmed. Os descritores utilizados foram “sedentary behavior” e “sitting time” combinados com elderly, older e aging. Foram incluídos artigos originais completos disponíveis até dezembro de 2013, que apresentassem medida do comportamento sedentário. Considerou-se o tipo de inquérito e delineamento, local da coleta dos dados, instru...

  19. EFEITOS DO HALLIWICK SOBRE A QUALIDADE DE VIDA EM IDOSOS ATIVOS.

    OpenAIRE

    Azevedo, Gustavo Silva de

    2015-01-01

    A qualidade de vida pode variar quanto à percepção do estado de saúde, a participação social e a autonomia no decorrer do processo de envelhecimento. O comprometimento funcional dos idosos pode ser minimizado pela promoção da saúde, através da prática de exercícios físicos. A hidroterapia realizada em água aquecida pode promover benefícios em virtude das propriedades físicas da água, dos efeitos fisiológicos da imersão e da progressão sistematizada dos exercícios. O objetivo...

  20. Automedicação em idosos na cidade de Salgueiro-PE

    OpenAIRE

    Sá,Mirivaldo Barros e; Barros,José Augusto Cabral de; Sá,Michel Pompeu Barros de Oliveira

    2007-01-01

    OBJETIVOS: identificar os determinantes associados ao perfil da automedicação na população de idosos de 60 anos e mais, no município de Salgueiro/Pernambuco/Brasil. MÉTODO: Estudo de corte transversal realizado na zona urbana no município de Salgueiro - PE. Entre 01/05 a 10/06/2004, foram aplicados questionários em uma amostra de 355 indivíduos da população de 60 anos e mais. Os dados foram processados e analisados no EPIINFO 6.04 após digitação em dupla entrada e validação. RESULTADOS: 44,9%...

  1. AVALIAÇÃO DA ACESSIBILIDADE PARA IDOSOS EM APARTAMENTO DE ITAJUBÁ - MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tamires Diniz

    2017-02-01

    Full Text Available O processo de envelhecimento provoca a diminuição das funções biológicas do organismo, levando os idosos a enfrentar mais dificuldades na realização das suas atividades do dia a dia e serem mais sujeitos a sofrer quedas. Essas quedas acontecem por causa de pisos escorregadios e desnivelados, falta de rampas, falta de corrimãos. Dessa forma, a habitação dos idosos necessita ser adaptada, de maneira a ser acessível, confortável, e que os permita ser independentes. A avaliação da acessibilidade no apartamento e em sua rota acessível se deu através da aplicação de um check list baseado na norma NBR 9050/2015. Desta forma, constatou-se que os maiores problemas se encontravam no apartamento e assim, foi desenvolvida uma planta modificada de maneira a contemplar totalmente a acessibilidade, para que assim os moradores idosos possam viver com mais qualidade de vida e conforto.

  2. Dependência para alimentar-se e consumo alimentar em idosos hospitalizados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arethusa Sass

    2012-12-01

    Full Text Available O objetivo do estudo foi verificar a associação entre o consumo alimentar e a dependência para alimentar-se em idosos hospitalizados, os quais foram entrevistados nas primeiras 24hs após internação na clínica médica de um hospital geral. Participaram da pesquisa 75 idosos com idade média de 70,9 anos, sendo 58,7% do sexo masculino e 17,3% com dependência para alimentar-se. Não foi evidenciada associação entre dependência para alimentar-se e o consumo de alimentos energéticos e construtores, mas o foi para o consumo dos alimentos reguladores como o alho e cebola (p=0,00 e o de água (p=0,04. Sugere-se a necessidade de orientação nutricional aos cuidadores, visto que a dependência para alimentar-se se associa ao baixo consumo de água entre idosos.

  3. Inatividade física em idosos não institucionalizados: estudo de base populacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bruno Morbeck de Queiroz

    2014-08-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo é descrever a prevalência de inatividade física e analisar os fatores sociodemográficos, de estilo de vida e condições de saúde associados em idosos do Nordeste brasileiro. Estudo descritivo e de associação, baseado em dados secundários originados de uma pesquisa epidemiológica de base populacional envolvendo 316 idosos. O nível de atividade física foi avaliado por meio do International Physical Activity Questionnaire. As variáveis explanatórias foram: sexo, grupo etário, arranjo familiar, sabe ler e escrever, trabalho remunerado ou voluntário, tabagismo, sintomatologia depressiva, pressão arterial elevada, hiperglicemia em jejum e capacidade funcional. A prevalência da inatividade física foi de 46,5. Os resultados da análise múltipla indicaram que a inatividade física foi positivamente associada ao grupo etário ≥ 80 anos (RP = 2,37, a falta de ocupação (RP = 4,86 e a dependência nas atividades instrumentais de vida diária (RP = 1,47 e nas atividades básicas de vida diária (RP = 1,60. A inatividade física foi altamente prevalente na população estudada, tornando-se imprescindível a discussão de programas que incentivem e possibilite maior adesão à prática da atividade física, tendo em vista o combate a inatividade física e os fatores de risco decorrentes deste comportamento.

  4. Conhecimento de cuidadores acerca de lesões de pele em idosos Knowledge of caregivers about skin injuries in seniors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nathalia Domingues Coelho

    2017-01-01

    Full Text Available Objetivo: Avaliar os conhecimentos de cuidadores quanto a identificação das lesões de pele em idosos e os cuidados que consideram corretos nestas situações. Métodos: Estudo descritivo, com cuidadores de idosos atendidos em hospital universitário do Distrito Federal. Foi utilizado pré e pós-teste, com perguntas sobre tipo, causa e tratamento de lesões de pele comuns em idosos. Resultados: Amostra com 31 cuidadores, 93,5% mulheres, média de idade 45,2 anos, 48,4% filhos dos idosos, 93,5% relataram não possuir curso para ser cuidador. No pré-teste a lesão mais reconhecida foi a dermatite na área de fraldas (48,39%. No pós-teste houve melhora no reconhecimento para todos os itens avaliados com 50% ou mais acertos. Conclusão: Os resultados demonstraram que algumas lesões já eram conhecidas pelos cuidadores por fazerem parte do dia-a-dia do cuidado com o idoso, sendo fáceis de serem reconhecidas, assim a orientação educativa realizada torna-se um método eficaz na identificação de lesões.

  5. Desempenho cognitivo e fragilidade em idosos clientes de operadora de saude

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Camila de Assis Faria

    2013-10-01

    Full Text Available OBJETIVO Analisar a associação entre a síndrome da fragilidade e desempenho cognitivo em idosos e respectivo efeito da escolaridade e da idade. MÉTODOS Foram analisados dados seccionais da fragilidade de idosos brasileiros da Fase 1 do Estudo FIBRA-RJ, relativos a 737 indivíduos residentes na cidade do Rio de Janeiro, RJ, com 65 anos ou mais, clientes de uma operadora de saúde, avaliados entre janeiro de 2009 e janeiro de 2010. Foram coletadas informações sobre características socioeconômicas e demográficas, condições médicas e capacidade funcional. O desempenho cognitivo foi avaliado através do Mini Exame do Estado Mental. Foram considerados frágeis os indivíduos que apresentaram três ou mais das seguintes características: perda de peso não intencional (≥ 4,5 kg no último ano; sensação de exaustão autorrelatada; baixo nível de força de preensão palmar; baixo nível de atividade física e lentificação da marcha. A associação entre fragilidade e desempenho cognitivo foi avaliada por regressão logística multivariada, com ajuste por condições médicas, atividades da vida diária e variáveis socioeconômicas. Idade e escolaridade foram avaliadas como possíveis modificadoras de efeito dessa associação. RESULTADOS Os idosos frágeis apresentaram maior prevalência de baixo desempenho cognitivo comparados aos idosos não frágeis ou pré-frágeis nas três faixas etárias estudadas (65 a 74; 75 a 84; ≥ 85 anos, p < 0,001. Após ajuste, a associação entre fragilidade e desempenho cognitivo foi encontrada em idosos com 75 anos ou mais, com OR aj = 2,78 (IC95% 1,23;6,27 para 75 a 84 anos e OR aj = 15,62 (IC95% 2,20;110,99 para 85 anos ou mais. A idade se comportou como modificadora de efeito na associação entre fragilidade e desempenho cognitivo, χ 2 (5 = 806,97, p < 0,0001; o mesmo não ocorreu com a escolaridade. CONCLUSÕES A síndrome da fragilidade associou-se ao desempenho cognitivo em idosos. A idade

  6. Fatores associados à recorrência de quedas em uma coorte de idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Débora Regina de Oliveira Moura Abreu

    Full Text Available Resumo O objetivo deste artigo é analisar os fatores associados à recorrência de quedas de idosos na comunidade em Cuiabá. Estudo epidemiológico, prospectivo, de coorte concorrente e seguimento de dois anos, por meio de inquéritos domiciliares em 2012 e em 2013, utilizaram-se os programas Epi Info e SPSS. Na análise bivariada buscou-se associações entre os fatores de risco e a recorrência de quedas pelo cálculo do risco relativo das incidências cumulativas (IC 95%. A análise múltipla foi realizada pela Regressão de Poisson, sendo incluídas todas as variáveis que apresentaram associações com p valor < 0,20 a partir das análises brutas. Adotou-se o nível de significância de 0,05 como de associação estatisticamente significante para a permanência no modelo final. Dos idosos, 77,6% sofreram recorrência de quedas. Mantiveram-se associadas com significância estatística as variáveis renda do idoso de até 2 salários mínimos (RR = 1,62; IC95% 1,04-1,77, ausência de artrite ou artrose (RR = 1,32; IC95% 1,10-1,48, ter regular e péssima autopercepção de saúde (RR = 1,44; IC95% 1,12-2,04 e ter problema de visão (RR = 1,23; IC95% = 1,01 -1,69. As quedas de idosos estão associadas com baixa escolaridade, autopercepção da saúde regular ou péssima e presença de problemas de visão e recorrência de quedas.

  7. Medicamentos que podem induzir prolongamento do intervalo QT utilizados por idosos em domicílio

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Josiane Macêdo Martins

    2015-10-01

    Full Text Available O intervalo QT (iQT, parâmetro eletrocardiográfico, é um biomarcador não invasivo da repolarização ventricular. O aumento do iQT é uma alteração que pode ser de considerável importância clínica, pois predispõe a torsade de pointes e morte cardíaca súbita. O objetivo do presente trabalho é identificar os medicamentos utilizados em domicílio por idosos, que podem induzir o prolongamento do iQT. Trata-se de um estudo quantitativo descritivo exploratório e retrospectivo, realizado em um hospital público de ensino. Foram incluídos 190 idosos com informação sobre uso domiciliar de medicamentos registrada em prontuário. A mediana da idade foi de 69,5 anos, sendo 99 (52,1% mulheres. O número de medicamentos utilizados por paciente em domicílio apresentou mediana de 4,0. Foram identificados 159 fármacos, sendo que 23 (14,5% apresentavam capacidade de induzir prolongamento do iQT. Entre os idosos, 39 (20,5% usavam estes fármacos, sendo os mais prevalentes a amiodarona, amitriptilina, nortriptilina, citalopram e fluoxetina. A hipertensão arterial foi o fator de risco mais frequente dentre aqueles que predispõem a prolongamento do iQT. As utilizações de medicamentos que induzem prolongamento do iQT e a presença de fatores de risco predisponentes mostram que os idosos estão expostos ao risco de desenvolvimento de torsade de pointes. A identificação dos fármacos que induzem prolongamento do iQT, das interações medicamentosas e das condições clínicas que predispõem a esse prolongamento são importantes para garantia da segurança da farmacoterapia de idosos e para evitar eventos adversos graves.Palavras-chave: Prolongamento do intervalo QT. Medicamentos. Idosos. Torsades de pointes. ABSTRACT The QT interval (QTi, an electrocardiographic parameter, is a noninvasive biomarker of ventricular repolarization. Increased QTi is a change that may have clinical importance because predisposes to torsade de pointes and sudden

  8. Demência como fator de risco para fraturas graves em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carvalho Aline de Mesquita

    2002-01-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: As quedas entre pessoas idosas constituem importante problema de saúde pública devido à sua alta incidência, às complicações para a saúde e aos altos custos assistenciais. O estudo realizado visa a estimar a associação entre demência e ocorrência de quedas e fraturas entre idosos. MÉTODOS: Foi conduzido estudo caso-controle de 404 indivíduos com 60 ou mais anos de idade, da cidade do Rio de Janeiro, Brasil. Casos e controles foram pareados por idade, sexo e hospital. Os dados foram coletados por meio de entrevista estruturada com os idosos. Foram considerados portadores de quadro demencial idosos cuja pontuação no questionário BOAS fosse superior a dois. Foram obtidos odds ratios (OR ajustados por fatores potenciais de confusão, utilizando-se regressão logística condicional. RESULTADOS: As quedas distribuíram-se igualmente entre os períodos da manhã, tarde e noite, havendo uma redução em sua freqüência durante a madrugada. Acidentaram-se dentro de casa 78% dos idosos com demência, contra 55% daqueles sem essa doença. O OR não-ajustado para a associação entre demência e fratura grave foi de 2,0 (IC95%, 1,23-3,25. Após o ajuste por fatores de confusão, houve uma pequena redução dessa associação (OR=1,82, 1,03-3,23. CONCLUSÃO: Idosos com quadro demencial apresentam maior risco de caírem e ser hospitalizados por fratura do que idosos sem demência. Tal fato implica a necessidade de cuidados especiais com esses indivíduos, visando a minimizar o risco desses acidentes.

  9. Demência como fator de risco para fraturas graves em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline de Mesquita Carvalho

    2002-08-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: As quedas entre pessoas idosas constituem importante problema de saúde pública devido à sua alta incidência, às complicações para a saúde e aos altos custos assistenciais. O estudo realizado visa a estimar a associação entre demência e ocorrência de quedas e fraturas entre idosos. MÉTODOS: Foi conduzido estudo caso-controle de 404 indivíduos com 60 ou mais anos de idade, da cidade do Rio de Janeiro, Brasil. Casos e controles foram pareados por idade, sexo e hospital. Os dados foram coletados por meio de entrevista estruturada com os idosos. Foram considerados portadores de quadro demencial idosos cuja pontuação no questionário BOAS fosse superior a dois. Foram obtidos odds ratios (OR ajustados por fatores potenciais de confusão, utilizando-se regressão logística condicional. RESULTADOS: As quedas distribuíram-se igualmente entre os períodos da manhã, tarde e noite, havendo uma redução em sua freqüência durante a madrugada. Acidentaram-se dentro de casa 78% dos idosos com demência, contra 55% daqueles sem essa doença. O OR não-ajustado para a associação entre demência e fratura grave foi de 2,0 (IC95%, 1,23-3,25. Após o ajuste por fatores de confusão, houve uma pequena redução dessa associação (OR=1,82, 1,03-3,23. CONCLUSÃO: Idosos com quadro demencial apresentam maior risco de caírem e ser hospitalizados por fratura do que idosos sem demência. Tal fato implica a necessidade de cuidados especiais com esses indivíduos, visando a minimizar o risco desses acidentes.

  10. Cuidados paliativos em enfermagem ao idoso em UTI: uma revisão integrativa / Palliative nursing care in the elderly in UCI: an integrative review

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marina Mendes Luiz

    2018-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar as principais intervenções e ações da enfermagem ao paciente idoso sob cuidados paliativos em UTI. MÉTODOS: Trata-se de um estudo descritivo com abordagem qualitativa do tipo revisão integrativa, do qual foram analisados 16 artigos publicados entre os anos de 2005 a 2014, nas bases de dados Scielo, Lilacs e Bdenf. Para a seleção e análise dos artigos foi utilizado um instrumento validado. RESULTADOS: A maioria dos artigos foram publicados no ano de 2013, em periódicos de enfermagem geral, emergindo três categorias temáticas: a Enfermagem no alívio da dor e sofrimento em cuidados paliativos, a comunicação como tratamento terapêutico e abordagem multiprofissional em UTI como estratégia de cuidado. CONCLUSÃO: Propõe-se que pesquisas posteriores sejam realizadas, na tentativa de aprofundar e publicar estratégias para um bom atendimento ao idoso sob cuidados paliativos em terapia intensiva e melhorar o método de assistência nos ambientes de trabalho. DESCRITORES: Cuidado Paliativo; Idoso; Unidades de Terapia Intensiva.

  11. Fisioterapia no pós-operatório de fratura proximal do fêmur em idosos: Revisão da literatura

    OpenAIRE

    Carneiro,Mariana Barquet; Alves,Débora Pinheiro Lédio; Mercadante,Marcelo Tomanik

    2013-01-01

    As fraturas proximais do fêmur em idosos representam um sério problema de saúde publica. O tratamento cirúrgico dessa fratura serve para reduzir as morbidades, juntamente com a fisioterapia pós-operatória. O objetivo foi realizar uma revisão sistemática sobre protocolos de fisioterapia no pós-operatório de fraturas proximais de fêmur em idosos. Foram selecionados ensaios clínicos controlados e randomizados, em idosos, dos últimos 10 anos, nos idiomas português e inglês. Foram encontrados 14 a...

  12. Indicadores antropométricos de estado nutricional como preditores de capacidade em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kleyton Trindade Santos

    2014-06-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Trata-se de estudo seccional que analisou dados de pesquisa epidemiológica de base populacional e domiciliar conduzida em um município do nordeste do Brasil. OBJETIVO: Identificar os indicadores antropométricos de estado nutricional que apresentam melhor capacidade preditiva de capacidade funcional em idosos. MÉTODOS: A população foi constituída por 316 idosos que foram avaliados por meio de questionário contendo informações sociodemográficas, atividade física e condições de saúde, seguido de avaliação antropométrica. A capacidade funcional foi avaliada por meio das escalas de Katz e de Lawton e Brody para atividades básicas e instrumentais da vida diária, respectivamente. Foram utilizados como indicadores de estado nutricional, o índice de massa corporal, a área muscular do braço e o perímetro da panturrilha. Estimou-se modelos simples e múltiplos de regressão logística multinomial, tendo a capacidade funcional como variável dependente e os indicadores antropométricos como variáveis de interesse. RESULTADOS: Participaram do estudo 173 mulheres (54,7% e 143 homens (45,3%. Os resultados da regressão múltipla mostraram que o perímetro da panturrilha foi o único preditor de capacidade funcional em mulheres (≤ P25: OR = 5,77, p = 0,028, para dependência nas atividades instrumentais, enquanto que nos homens o índice de massa corporal foi o único indicador associado (baixo peso: OR = 11,36, p = 0,006; sobrepeso: OR = 22,06, p = 0,002; para dependência nas atividades básicas e instrumentais. CONCLUSÃO: Os resultados permitem concluir que os indicadores antropométricos preditores de capacidade funcional em idosos variam de acordo com o sexo, com o perímetro da panturrilha sendo mais adequada às mulheres e o índice de massa corporal aos homens.

  13. Efeito da linhaça sobre a constipação intestinal em idosos residentes em instituições geriátricas

    OpenAIRE

    Beckenkamp, Julia; Santos, Jacqueline Schaurich dos

    2013-01-01

    Com o envelhecimento da população, dá-se ênfase à nutrição como uma forma deprevenção. Um aporte de fibras, juntamente com uma oferta hídrica aumentada, pode reduzir quadros de constipação intestinal, aumentando a qualidade de vida dos idosos. O presente estudo teve como objetivo comparar a melhora do funcionamento intestinal de idosos residentes em instituições geriátricas a partir da inclusão de dois tipos de fibra: linhaça in natura e linhaça triturada. Foram introduzidos durante 45 ...

  14. Uso crônico de diazepam em idosos atendidos na rede pública em Tatuí-SP

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    L. C. Lopes

    2009-01-01

    Full Text Available

    Propôs-se caracterizar o perfil de utilização do diazepam na população idosa (60 anos ou mais usuária crônica, atendida no serviço de atenção primária de Tatuí-SP e estabelecer uma relação entre uso crônico, efeitos adversos, dependência e as recomendações preconizadas na literatura científica. Desenvolveu-se um estudo observacional, transversal, através de entrevistas semiestruturadas aplicadas em 70 idosos. Trata-se de uma amostra não probabilística, por tipicidade, de caráter voluntário. A amostra selecionada era composta por: 77,1% mulheres e 22,9% homens, sendo, 37,1% casados, 44,2% viúvos, 92,8% de baixa escolaridade, 94,2% aposentados e 91,4% portadores de doenças crônicas. O diagnóstico referido, que justificou a prescrição inicial em dose de 10mg/dia foi a ansiedade e a insônia (92,8%. Em 90% dos pacientes a orientação médica foi seguida, sem interrupção, por um tempo mediano de 60 meses com um mínimo de seis e máximo de 360 meses. Os possíveis efeitos adversos foram: tontura, dores articulares, angústia e depressão. Aqueles que tentaram não utilizar o medicamento (97,14% relataram insônia, ansiedade e irritabilidade. Os dados deste estudo, sugerem que a dose padronizada pela rede pública de 10mg e o tempo de utilização não propicia uma prática consistente de elevação do bem estar desses usuários, visto que a maioria relatou efeitos adversos e síndrome de abstinência na ausência do medicamento; tornando-se conveniente uma cuidadosa monitorização clínica e uma orientação quanto à redução gradativa da dose. Palavras-chave: idosos; benzodiazepínicos; diazepam; uso crônico.

  15. Treinamento neuromotor no padrão de marcha e na mobilidade de tornozelos em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bruna Caroline de Lima

    2015-12-01

    Full Text Available Objetivo: Analisar o efeito do treinamento neuromotor no padrão de marcha e a mobilidade de tornozelos em idosos. Métodos: Ensaio controlado não aleatorizado, de corte transversal, realizado em Rio Negrinho, Santa Catarina, no período de maio a setembro de 2015, com amostra de 26 idosas divididas em grupo controle (GC=15 e grupo treinamento neuromotor (GTN=11. A avaliação do padrão de marcha ocorreu através do Protocolo de Cerny e a mobilidade de tornozelos, através da goniometria. O GC realizou atividade física regular composta por aquecimento, exercícios de alongamento e fortalecimento muscular de grandes grupos musculares de membros e desaquecimento. O GTN recebeu treinamento neuromotor em forma de circuito composto por 10 estações, com aquecimento, treinamento neuromotor, desaquecimento e repetição do circuito em 3 vezes, com permanência de 1 minuto em cada estação e 30 segundos de intervalo entre elas, com progressão de dificuldade dos exercícios após a sexta semana. Ambos os grupos realizaram a atividade por 12 semanas (2 vezes semanais, com duração de 45 minutos. Análise ocorreu pelo teste t, adotando um nível de significância de p<0,05. Resultados: Houve melhora significativa em dorsiflexão de ambos os tornozelos (direito p=0,00 e esquerdo=0,02 e em ambos os grupos; já no padrão de marcha, não houve melhora significativa após treinamento neuromotor (velocidade p=0,55; tempo de deambulação p=0,6. Conclusão: O treinamento neuromotor beneficiou a manutenção do padrão de marcha (velocidade e tempo de deambulação e a mobilidade articular de tornozelos em idosas avaliadas.

  16. Cuidado de enfermagem para prevenção de quedas em idosos: proposta para ação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ronaldo de Freitas

    2011-06-01

    Full Text Available Trata-se de estudo documental, retrospectivo e descritivo, realizado em prontuários de um hospital universitário, cujo objetivo foi o de construir proposta de ação de enfermagem para prevenção de quedas em idosos. Encontraram-se dezoito (18 prontuários que se adequaram nos critérios de inclusão, sendo onze (11 de mulheres com idade de 60-69 anos; verificou-se a ausência de registro sobre quedas anteriores em quatorze (14 prontuários; onze (11 idosos caíram da própria altura; a fratura foi a consequência de queda em dezesseis (16 idosos. Elaborou-se proposta de ação de enfermagem voltada à prevenção de quedas, segundo as necessidades emergentes: 1 Quedas em idosas e alimentação saudável; 2 Quedas da própria altura e ambiente seguro; 3 Fratura e fortalecimento do sistema musculoesquelético.

  17. Influência do tabagismo na força muscular respiratória em idosos

    OpenAIRE

    Freitas, Eliane Regina Ferreira Sernache de; Araujo, Evelize Cristina Labegaline da Silva; Alves, Katia da Silva

    2012-01-01

    Este estudo consistiu em avaliar a influência do tabagismo na força muscular respiratória (pressões inspiratória máxima e expiratória máxima) em idosos fisicamente independentes, comparando-os àqueles não fumantes. Foram selecionados 120 idosos com idades iguais ou acima de 60 anos de ambos os sexos e divididos em dois grupos de acordo com os critérios da Organização Mundial de Saúde: Grupo Tabagistas, com 14, e Grupo Não tabagistas, com 106 indivíduos. Foi aplicado um questionário estruturad...

  18. Cuidado ao idoso em Campinas-SP: estudo qualitativo com gestores e representantes políticos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Déborah Cristina de Oliveira

    2012-12-01

    Full Text Available O estudo busca identificar, descrever e analisar as práticas pertinentes à saúde do idoso na cidade de Campinas-SP, na perspectiva de representantes da saúde do idoso, tendo como base a Política Nacional de Saúde à Pessoa Idosa. Estudo qualitativo, com análise temática de conteúdo, na perspectiva de sujeitos que assumem funções estratégicas na condução da política direcionada ao idoso no município. A partir dos depoimentos dos sujeitos emergiram cinco temas centrais: tempos e lugares; condições de acesso; demandas da população; recursos humanos; promoção à saúde e prevenção de doenças e agravos; gestão. As práticas voltadas à saúde do idoso em Campinas estão em desenvolvimento e precisam ser avaliadas, ampliadas e sistematizadas, tanto nas questões estruturais de recursos humanos, financiamento e gestão, quanto na atenção direta ao idoso.

  19. Ambiente de moradia e controle primário em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hilma Tereza Tôrres Khoury

    2008-01-01

    Full Text Available Este trabalho investigou a relação entre ambiente de moradia e duas modalidades de controle percebido controle primário (CP e controle secundário (CS, referentes a esforços empreendidos para adaptar o ambiente às próprias necessidades e realizar metas (CP; adaptar-se ao ambiente (CS. Participaram 315 idosos (105 homens; 210 mulheres residentes em Brasília-DF, entre 60 e 92 anos, selecionados de forma não-probabilística, por cotas de gênero. Os dados foram coletados no domicílio por meio de entrevista incluindo questões sócio-demográficas e uma escala de controle. Os resultados apontam: (1 Relação inversa entre CP e densidade social do ambiente de moradia - DESAM (r = -0,119; p < 0,05; (2 Percepção de controle significativamente maior nos que dispunham de quarto exclusivo (t = 2,21; df = 313; p < 0,05. Conclui-se que baixa DESAM facilita o CP nessa fase da vida em que muitas atividades são realizadas no domicílio, convertendo a liberdade de ação e a privacidade em necessidades importantes.

  20. Conhecimento e atitudes dos cirurgiões-dentistas de Belo Horizonte em relação ao idoso

    OpenAIRE

    Enia Salles Rocha

    2006-01-01

    À medida que a população brasileira envelhece, os profissionais da saúde necessitarão de maiores conhecimentos acerca das particularidades que envolvem o tratamento do paciente idoso. Este estudo teve como objetivo avaliar o grau de conhecimento dos Cirurgiões-dentistas de Belo Horizonte, Minas Gerais, na abordagem de pacientes idosos e identificar suas atitudes em relação ao envelhecimento. A amostra foi obtida a partir de um universo composto de 7.033 Cirurgiões-dentistas inscritos no Conse...

  1. Fatores sociodemográficos, comportamentais e de saúde associados à obesidade em idosos do Distrito Federal

    OpenAIRE

    Figueiredo, Aline Cristino

    2010-01-01

    INTRODUÇÃO: O Brasil, seguindo tendência mundial, passa por processos de transição demográfica, epidemiológica e nutricional, com aumento significativo da população idosa e com ocorrência de doenças crônicas, entre elas a obesidade. Prevalências elevadas e crescentes de obesidade estão sendo observadas em idosos. Diante da complexidade dos fatores que determinam o estado nutricional de idosos, são importantes estudos que investiguem as características sociodemográficas, comportamentais e de s...

  2. Programa de atenção particularizada ao idoso em unidades básicas de saúde

    OpenAIRE

    Ferreira,Aleksandro Belo; Minann,Carlos André; Paganini,Camila Bianca Lecciolle; Falce,Thiago Souza La; Todeschini,Alexandre Bossi; Eras,Aline Estefanes; Chekin,Giovana; Motta,Bruno Ribeiro; Carneiro Junior,Nivaldo

    2009-01-01

    INTRODUÇÃO: Envelhecer é um processo de mudanças irreversíveis na estrutura e no funcionamento de um organismo, que ocorre como resultado da passagem do tempo. Segundo a OMS, programas voltados à saúde dos idosos devem promover, estimular e potencializar situações que os levem a organizar sua rotina de acordo com o próprio planejamento e metas pessoais. No Brasil, a população de idosos aumenta significativamente; estima-se que representará 12,5% em 2020. Nesse contexto, justifica-se a criação...

  3. Qualidade de vida e fatores associados em idosos de um Centro de Referência à Pessoa Idosa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lívia Carvalho Viana Miranda

    Full Text Available Resumo Estudos têm avaliado a qualidade de vida (QV em grupos diversos, entretanto, relatos em usuários de Centro de Referência à Pessoa Idosa são escassos. A pesquisa visou identificar fatores associados à boa QV de idosos de um Centro de Referência, em Belo Horizonte, MG. Estudo transversal com 257 idosos, usuários do Centro de Referência. Adotou-se o instrumento World Health Organization Quality of Life Assessment versão breve (WHOQOL-bref para avaliação da QV dos idosos. A análise foi racionalizada por meio da definição de dois grupos em relação à percepção da QV e satisfação com a saúde. Análise de regressão logística foi realizada para avaliar a direção e a magnitude das associações de cada variável independente com a QV. Os resultados mostraram que a maioria (63,4% dos idosos consideravam sua QV boa e encontravam-se satisfeitos com sua saúde. O domínio ambiental obteve pior escore (média = 14,4. Idade avançada, ser natural do interior de MG, atividade física, diabetes melito, doenças osteomusculares, hipertensão arterial e depressão permaneceram independentemente associados à QV e à satisfação com a saúde após ajuste do modelo. Os dados obtidos permitem orientar estratégias de cuidado aos idosos mais vulneráveis, com especial atenção às questões que interferem no meio ambiente.

  4. Fraturas de fêmur em idosos no Brasil: análise espaço-temporal de 2008 a 2012

    OpenAIRE

    Danilo Simoni Soares; Luane Marques de Mello; Anderson Soares da Silva; Edson Zangiacomi Martinez; Altacílio Aparecido Nunes

    2014-01-01

    Fraturas de fêmur em pessoas com idade igual ou superior a 60 anos (idosos) representam um grande impacto para a saúde pública, e estão associadas à elevada morbimortalidade e grandes custos socioeconômicos. Buscou-se descrever temporal e espacialmente os casos de fratura de fêmur em idosos de todas as regiões do país, por sexo, em um período de cinco anos. Foram realizadas descrições de série temporal e espacial bayesiana, baseadas em dados obtidos do Sistema de Informações Hospitalares do S...

  5. A diabetes mellitus causa deterioro cognitivo em idosos? Um estudo de revisão

    OpenAIRE

    Lopez, Regina Maria Fernandes; Nascimento, Roberta Fernandes Lopes do; Wendt, Guilherme Welter; Argimon, Irani I. de Lima

    2013-01-01

    A Diabetes Mellitus (DM) refere-se a uma síndrome metabólica, com prejuízos físicos, sociais e psicológicos naqueles que a possuem. A doença tem um forte componente genético, e é subdividida em Diabetes Mellitus Tipo 1 (DM1), e Diabetes Mellitus Tipo 2 (DM2). A DM2 está associada a déficits funcionais e também cognitivos. Pesquisas revelam que as funções executivas dos idosos com DM encontram-se mais prejudicadas do que naqueles sem DM. Com o objetivo de aprofundar esta temática, esse estudo ...

  6. VIVÊNCIAS DE CUIDADORES FAMILIARES NO CUIDADO AO IDOSO EM TRATAMENTO QUIMIOTERÁPICO AMBULATORIAL

    OpenAIRE

    Miriam da Silveira Perrando

    2015-01-01

    O envelhecimento populacional é uma realidade mundial. Cada vez mais a expectativa de vida aumenta nos países em desenvolvimento devido aos avanços tecnológicos e científicos. Associadas à longevidade, no processo de envelhecer, o indivíduo pode experienciar as doenças crônicas não transmissíveis, como o câncer. A ocorrência do câncer está relacionada a situações de fragilidade, podendo ocasionar dependência do idoso para a realização do seu cuidado. Nestas condições de dependência destaca-se...

  7. Condições de saúde bucal e capacidade funcional em idosos: um estudo longitudinal de base populacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Yan Nogueira Freitas

    Full Text Available RESUMO: Introdução: O estudo das condições de saúde bucal em idosos, aliado à busca de uma associação com a sua capacidade funcional, representa um importante passo para auxiliar na compreensão dos fatores intervenientes no cuidado odontológico desses indivíduos. Objetivo: Esta nota metodológica descreveu as estratégias e os métodos adotados em um estudo longitudinal que busca a associação entre as condições de saúde bucal e a capacidade funcional em uma população de idosos do interior do Nordeste brasileiro. Aspectos metodológicos: A condição de saúde bucal dos idosos dessa coorte tem sido avaliada por meio de um exame epidemiológico intraoral que avalia o grau de ataque de cárie, a condição periodontal, o uso e necessidade de prótese e a presença de lesões. Além disso, coletam-se informações epidemiológicas a respeito da disfunção temporomandibular e xerostomia. A capacidade funcional é avaliada através do índice de Katz, e o estado cognitivo dos idosos é avaliado por meio do miniexame do estado mental. Principais achados: A primeira onda da coorte, realizada em 2010/11, avaliou 441 idosos no município de Macaíba (RN. Observou-se que o número de dentes cariados, perdidos e obturados (índice CPO-d médio foi de 28,16 (± 5,82 e que o edentulismo esteve presente em 50,8% da amostra. Verificou-se também que 10,4% dos indivíduos da primeira onda eram dependentes em pelo menos umas das atividades de vida diária. Futuras perspectivas da coorte: A coleta de dados da segunda onda encontra-se em andamento, e espera-se que o grande número de informações coletadas e acompanhadas nessa coorte contribua para o planejamento de ações em saúde voltadas para essa parcela da população.

  8. Phonarticulatory diadochokinesis in young and elderly individuals Diadococinesia fonoarticulatória em jovens e idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marina Padovani

    2009-03-01

    Full Text Available The phonoarticulatory diadochokinesis test has been recommended to evaluate neurological disorders. It is a speech task that consists of the ability to repeat at high speed a segment of speech. The purpose of this research is to analyze the diadochokinesia rate of adults from two distinct age groups. 23 young aice and speech analysis software Visi-Pitch III/Sona-Speech, KayElemetrics. Both groups presented with reduced diadochokinesia rate as the speech production became more complex. The young adults group presented with higher diadochokinesia rate in adults and 23 elderly people, both sexes participated in this study. Each participant produced the /pa/, /ta/, /ka/ syllables, the vowel /a/ and the /pataka/ sequence, as fast and as long as they could with habitual pitch and loudness. The speech samples were analyzed by using the voll speech tasks while the elderly adults group had a worse intensity control.A prova de diadococinesia fonoarticulatória tem sido recomendada para transtornos neurológicos, sendo uma tarefa de fala que consiste na habilidade de realizar rápidas repetições de segmentos de fala. O objetivo deste estudo é analisar a velocidade de diadococinesia em sujeitos adultos em dois grupos etários distintos. Participaram 23 adultos jovens e 23 idosos, de ambos os sexos. Cada indivíduo emitiu as sílabas /pa/, /ta/, /ka/, a vogal /a/ e a seqüência /pataka/, o mais rapidamente e durante o maior tempo possível, em sua freqüência e intensidade habituais. Estas emissões foram analisadas no programa computadorizado de análise de voz e fala Visi-Pitch III/Sona-Speech, da KayElemetrics. Ambos os grupos apresentaram redução da velocidade diadococinética à medida que as emissões foram mais complexas. O grupo mais jovem apresentou velocidade diadococinética maior em todas as emissões enquanto o grupo de idosos teve pior controle de intensidade.

  9. Ai Chi: efeitos do relaxamento aquático no desempenho funcional e qualidade de vida em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Cristina Bauer Cunha

    Full Text Available OBJETIVO: Este estudo avaliou os efeitos da técnica de relaxamento aquático Ai Chi em um grupo de idosos, em relação ao equilíbrio, qualidade de vida e funcionalidade. MÉTODOS: Foram selecionados 20 idosos de ambos os sexos, com média de idade de 68,95 (± 7,42 anos, que foram submetidas à técnica Ai Chi. Os idosos foram avaliados antes e depois do programa de exercícios, que teve duração de 12 semanas, com sessões de 45 minutos, duas vezes por semana, pelas seguintes escalas: Medida de Independência Funcional (MIF, que avalia a funcionalidade; Escala de Berg, que avalia o equilíbrio; e SF36, que mensura a qualidade de vida. Para o desenvolvimento da pesquisa, utilizamos uma piscina aquecida, numa temperatura de 33-34° C. RESULTADOS: Houve melhora significante no equilíbrio pré e pós aplicação da técnica (p < 0,003, não houve melhora significante em relação às medidas de independência funcional (p < 0,10 e a qualidade de vida (p < 0,38. CONCLUSÃO: A técnica de relaxamento aquático Ai Chi proporcionou melhora do equilíbrio, porém não houve mudanças em relação à qualidade de vida e à funcionalidade em idosos independentes.

  10. Efeitos do treinamento concorrente na força e ativação muscular, capacidade aeróbica e em hormônios e esteróides em homens idosos

    OpenAIRE

    Eduardo Lusa Cadore

    2009-01-01

    O treinamento concorrente de força e endurance têm sido amplamente investigado em diversas populações. Contudo, poucos estudos compararam seus efeitos com o treino de força e endurance isolados em indivíduos idosos. Sendo assim, o objetivo desse estudo foi investigar os efeitos do treinamento concorrente na força e ativação muscular, capacidade de endurance e concentrações hormonais em homens idosos. Vinte e três homens saudáveis (65 ± 4 anos) foram divididos em 3 grupos: treino concorrente (...

  11. Sintomas de alergia em idosos atendidos em um ambulatório de geriatria = Symptoms of allergy in elderly attended by a geriatric outpatient clinic

    OpenAIRE

    Alves, Lilian Dias dos Santos; Calamita, Zamir

    2014-01-01

    Objetivos: Descrever as características epidemiológicas de manifestações alérgicas observadas nos idosos atendidos em um ambulatório de geriatria Métodos: Foi realizado um estudo transversal com pacientes de mais de 60 anos de idade, atendidos no Ambulatório de Geriatria da Faculdade de Medicina de Marília, estado de São Paulo, em condições de responder a uma entrevista ou com acompanhantes capacitados para respondê-la Resultados: Foram entrevistados 106 pacientes. Dentre os 106 pacient...

  12. Envelhecimento vocal em idosos instucionalizados Vocal aging of institutionalized elderly people

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Letícia Neiva de Menezes

    2007-03-01

    Full Text Available OBJETIVOS: avaliar de forma perceptivo-auditiva as características vocais de idosos institucionalizados, identificar se essas características interferem no processo de comunicação e correlacioná-las com a avaliação das estruturas do sistema estomatognático e do padrão de fala. MÉTODOS: estudo clínico do tipo transversal, no qual foram realizadas anamneses e avaliações fonoaudiológicas em uma amostra aleatória de 48 indivíduos idosos, residentes na Casa do Ancião Francisco Azevedo - Belo Horizonte/MG, que não apresentavam nenhum tipo de alteração neurológica, uma vez que, buscou-se traçar as manifestações fonoaudiológicas de idosos em processo de envelhecimento sadio. Utilizou-se protocolos específicos, desenvolvidos pelas autoras, de acordo com os aspectos pertinentes aos objetivos do presente estudo. RESULTADOS: na avaliação perceptivo-auditiva da qualidade vocal, constatou-se predominantemente qualidade vocal rouca (70,8%, em grau moderado (33,3%, loudness reduzida (56,2%, pitch grave (62,5% e tempos máximos de fonação reduzidos (81,2%. Dos 48 participantes, 85,4% relataram que a voz não interfere no processo de comunicação. Em relação aos padrões de fala, predominaram inteligibilidade preservada (83,3%, articulação preservada (72,9% e precisão articulatória preservada (83,3%. CONCLUSÕES: existem alterações nos parâmetros referentes à voz decorrentes da idade, sendo que elas não interferem na comunicação e mantêm relação diversa com outras mudanças nas estruturas do sistema estomatognático. Este estudo veio complementar as pesquisas na área de voz envolvendo indivíduos da terceira idade, sob processo de envelhecimento sadio e residentes em instituições de longa permanência.PURPOSES: to investigate vocal aspects related to healthy aging in the institutionalized elderly people, and to identify if these aspects interfer with communication and correlate vocal changes with motor oral system

  13. Transtorno de ansiedade generalizada em idosos com oitenta anos ou mais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Xavier Flávio MF

    2001-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Descrever a prevalência de transtorno de ansiedade generalizada (TAG em uma população de idosos residentes em uma comunidade e com idade acima de 80 anos e comparar os padrões de sono, a função cognitiva e a taxa de prevalência de outros diagnósticos psiquiátricos entre controles normais e sujeitos com TAG. MÉTODOS: Para o diagnóstico de TAG, foram utilizados os critérios do "Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders" (DSM-IV. Selecionou-se uma amostra randômica e representativa de 77 sujeitos (35%, residentes em uma comunidade, entre todos os idosos com idade acima de 80 anos do município Veranópolis, RS. Os padrões de sono foram aferidos pelo índice de qualidade de sono de Pittsburgh e pelo diário sobre sono/vigília a ser preenchido ao longo de duas semanas. Cinco testes neuropsicológicos foram usados na avaliação cognitiva: teste das lembranças seletivas de Buschke-Fuld; lista de palavras da bateria CERAD (Consortium to Establish a Registry for Alzheimer's Disease; teste de fluência verbal e dois subtestes da escala de memória Wechsler. RESULTADOS: A prevalência estimada de TAG foi de 10,6%, cuja presença estava associada a uma maior ocorrência de depressão clinicamente diagnosticável, com um significativo maior número de sintomas depressivos, quando medidos pela escala de depressão geriátrica, e com uma maior ocorrência de depressão menor. Os padrões de sono e o funcionamento cognitivo, entre sujeitos com TAG, não estavam afetados. A gravidade das doenças físicas não variava entre sujeitos com TAG e os controles normais. A presença de TAG estava associada a um significativo pior padrão de qualidade de vida relativa à saúde. CONCLUSÃO: Em comparação com os estudos prévios, a prevalência de TAG é alta entre a população de idosos mais velhos. Esse transtorno ocorre em freqüente associação com a sintomatologia depressiva e também está associado a um pior padrão de

  14. Análise de fatores extrínsecos e intrínsecos que predispõem a quedas em idosos

    OpenAIRE

    Almeida, Sionara Tamanini de; Soldera, Cristina Loureiro Chaves; Carli, Geraldo Attilio de; Gomes, Irênio; Resende, Thais de Lima

    2012-01-01

    OBJETIVO: Analisar, em uma amostra de idosos de Porto Alegre, RS, os fatores intrínsecos e extrínsecos que predispõem ao risco de queda e fraturas. MÉTODOS: O estudo contou com uma amostra aleatória de 267 idosos, aos quais foram aplicados dois testes de equilíbrio: o Teste do Alcance Funcional (TAF) e o Timed Up and Go Test (TUG). Os idosos também responderam a um questionário (13 questões divididas em quatro categorias) sobre fatores sociodemográficos e sobre a saúde. RESULTADOS: Participar...

  15. Idosos residentes em uma instituição de longa permanência: adaptação à luz de Callista Roy

    OpenAIRE

    Maria Célia de Freitas; Maria Vilani Cavalcante Guedes; Francisca Tereza de Galiza; Jéssica de Menezes Nogueira; Marília Ribeiro Onofre

    2014-01-01

    Objetivou-se avaliar o processo de adaptação de idosos que buscam, voluntariamente, residir em Instituição de Longa Permanência para Idosos (ILPI), na cidade de Fortaleza-CE, com base no modelo teórico de Roy. Pesquisa descritiva, realizada em uma IPLI com treze idosos residentes. A coleta de dados foi por meio de entrevista, nos meses de outubro e dezembro de 2011. Os dados foram tratados pela análise de conteúdo temática. Emergiram as seguintes t...

  16. Estudo da hipotermia acidental em idosos institucionalizados Study on accidental hypothermia in institutionalized elderly

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    António Palma Seman

    2009-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a prevalência, causas e evolução da hipotermia acidental em idosos institucionalizados. MÉTODOS: Estudo prospectivo realizado entre janeiro e dezembro de 2004, no Hospital Geriátrico e de Convalescentes D. Pedro II, com 483 internos. Hipotermia foi confirmada por termômetro esofágico, utilizado em todos os pacientes com temperatura axilar menor ou igual a 35ºC (95ºF. Tanto o diagnóstico etiológico quanto as complicações da hipotermia foram observados em exames clínico e subsidiários de urgência como eletrocardiograma, radiografia de tórax, hemograma, gasometria arterial, glicemia, metabólitos, amilase, função hepática e renal, sorologias para HIV, sífilis e hepatite B e urina tipo I. Foram adotadas medidas de reaquecimento entre outras do protocolo de tratamento. RESULTADOS: A prevalência de hipotermia foi de 7,2% especialmente em mulheres (65,7%, e a média de idade do grupo foi 76,4 anos. A maioria dos pacientes (77,1% apresentava elevado grau de dependência (Katz "F" e "G". Hipotermia leve foi identificada na maioria dos idosos (71,4%. A taxa de mortalidade foi de 62,8%, sendo 31,4% em vigência de hipotermia e 31,4% após sua reversão. Em 100,0% dos casos, a etiologia foi infecciosa: pneumonia em 80%, infecção urinária em 60,0%, e úlceras por pressão em 17,1%. Em 60% dos casos havia mais de um foco infeccioso. CONCLUSÃO: A hipotermia em idosos institucionalizados é uma grave condição clínica, com altos índices de mortalidade. A prevenção, o diagnóstico precoce e medidas de reaquecimento central corroboram para um melhor prognóstico.OBJECTIVE: To analyze the prevalence, causes and outcome of hypothermia in institutionalized elderly. METHODS: prospective study held from January to December, 2004 at the Hospital Geriátrico e de Convalescentes Dom Pedro II (Geriatric and Convalescent Hospital Dom Pedro II, with 483 long-term care beds. Hypothermia was diagnosed by esophageal thermometer

  17. Idosos com alteração cognitiva em contexto de pobreza: estudando a rede de apoio social

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tábatta Renata Pereira de Brito

    2012-08-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi analisar a estrutura e função das redes de apoio social de idosos com alterações cognitivas, residentes em contexto de alta e muito alta vulnerabilidade social, além de identificar associações entre as características das redes e a capacidade funcional. Os sujeitos estudados foram 38 idosos, residentes em contexto de alta e muito alta vulnerabilidade social, que apresentaram resultado no Mini Exame do Estado Mental abaixo da nota de corte. Todos os cuidados éticos foram observados. Aplicaram-se o Mini Exame do Estado Mental, o Diagrama de Escolta, o Índice de Katz e o Questionário de Pfeffer. Os resultados demonstraram que os idosos avaliados possuem rede social grande, com predomínio de integrantes no círculo interno, porém poucos integrantes desempenham papéis funcionais. Observou-se correlação entre a variável sexo e o número de integrantes das redes sociais. Não foi observada correlação significativa entre as características das redes e a capacidade funcional dos idosos.

  18. Associação entre sintomas de insônia e artrite reumatóide em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Cuoghi de Carvalho Verissimo Freitas

    2013-08-01

    Full Text Available Esse estudo objetivou avaliar sintomas de insônia em idosos residentes na comunidade e sua associação com a artrite reumatóide. Estudo descritivo, de corte transversal, recorte do projeto multicêntrico Fragilidade em Idosos Brasileiros . Foram avaliados 689 idosos (68,9% mulheres, média de idade 72,2 anos utilizando-se questionário sociodemográfico e sobre condições clínicas, questões sobre sintomas de insônia (Perfil de Saúde de Nottingham e teste de rastreio para alterações cognitivas (Mini-exame do Estado Mental. Utilizou-se análise descritiva e análise de regressão logística múltipla, com nível de significância de 5%. A associação entre sintomas de insônia e artrite reumatóide manteve-se significativa na análise multivariada; outros fatores associados foram avaliação subjetiva da saúde muito ruim, não ser aposentado e apresentar depressão. Os profissionais da área da saúde devem investigar cuidadosamente a qualidade do sono noturno dos idosos acometidos por artrite reumatóide, dada sua elevada prevalência nessa população.

  19. Aconselhamento nutricional em idosos com constipação intestinal funcional: efeitos de ensaio clínico aleatorizado

    OpenAIRE

    Marcia Maria Hernandes de Abreu de Oliveira Salgueiro

    2008-01-01

    Introdução: Os idosos representam um segmento demográfico crescente tanto nos países desenvolvidos como nos em desenvolvimento. A constipação intestinal é um sintoma relatado por 24 a 40% desses indivíduos, afetando 26% dos homens e 34% das mulheres. O consumo de uma dieta rica em fibras alimentares e líquidos ajuda na diminuição das queixas relacionadas à constipação intestinal funcional. Os idosos necessitam de atenção especial com intervenções dietéticas diferenciadas por meio de ações edu...

  20. Revascularização do miocárdio em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Henrique Fernandes da SILVA

    1997-04-01

    Full Text Available Com o objetivo de conhecer a população de idosos submetida a revascularização do miocárdio com uso de circulação extracorpórea e sua morbimortalidade, realizou-se estudo retrospectivo de 41 pacientes, com idade igual ou superior a 70 anos (média de 73,2 anos. Houve predomínio do sexo masculino (65,8%, triarteriais (70,7% com angina instável (65,8%. Esses pacientes foram estudados segundo faixa etária, raça, sexo, clínica pré-operatória, achados eletrocardiográficos, radiológicos e cinecoronariográficos, evolução pós-operatória e suas complicações. Procedeu-se a análise estatística segundo teste T de Student, teste do Qui-quadrado e teste exato de Fischer. Ocorreram 19,2% de complicações menores. A mortalidade global foi de 9,8%, sendo maior em mulheres (21,4%. A alta hospitalar ocorreu em média no sétimo dia do pós-operatório. Os autores concluem que é possível realizar a revascularização do miocárdio com circulação extracorpórea em idosos com baixa morbimortalidade.In order to know the population and the results of myocardial revascularization (MR in aged patients, a retrospective study was done on 41 patients 70 years or older (average 73.2 years submitted to MR with Cardiopulmonary Bypass (CPB. Such patients were studied according to age; race; sex; pre-operative clinical; eletrocardiographic, radiologic and coronary arteriography findings; post-operative evolution and complications. Statistical analysis was conducted according to T-Student test, Chi-Square test and Fisher test. Male sex (65.8% and three vessel disease (70.7% with unstable angina (65.8% were predominant. Minor complications occurred in 19,2%. Global mortality was 9.8%. Mortality among women was greater (21.4%. Discharge from the hospital ocurred on an average 7 days after operation. The author concluded: MR with CPB on aged patients with low morbi-mortality is a possibility.

  1. Saúde bucal em adultos e idosos na cidade de Rio Claro, São Paulo, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silva Débora Dias da

    2004-01-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi verificar prevalência de cárie, edentulismo, uso e necessidade de próteses totais em idosos e adultos no Município de Rio Claro, São Paulo, Brasil. A amostra foi de 202 indivíduos, sendo 101 idosos (65 a 74 anos e 101 adultos (35 a 44 anos. Os exames foram realizados por quatro examinadores, calibrados de acordo com critérios da Organização Mundial da Saúde. A porcentagem de edêntulos foi de 74,25% para os idosos e 8,91% para os adultos, sendo a média de dentes presentes de 3,19 e 22,10, respectivamente. O CPOD foi de 31,09 e 22,86 para os idosos e adultos, respectivamente. O maior componente do índice CPOD no grupo de idosos foi dentes perdidos (92,64%; para os adultos, foi dentes restaurados (57%, seguido de dentes perdidos (40,54%. Somente 1% dos adultos necessitava de próteses totais superiores e inferiores, já para os idosos estas necessidades foram de 48,5% e 45,5%, respectivamente. Mediante tais resultados, há necessidade de programas preventivos e educativos tanto para idosos como para adultos, a fim de que estes adultos cheguem à terceira idade com uma condição de saúde bucal melhor que a relatada atualmente.

  2. Saúde bucal em adultos e idosos na cidade de Rio Claro, São Paulo, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Débora Dias da Silva

    2004-04-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi verificar prevalência de cárie, edentulismo, uso e necessidade de próteses totais em idosos e adultos no Município de Rio Claro, São Paulo, Brasil. A amostra foi de 202 indivíduos, sendo 101 idosos (65 a 74 anos e 101 adultos (35 a 44 anos. Os exames foram realizados por quatro examinadores, calibrados de acordo com critérios da Organização Mundial da Saúde. A porcentagem de edêntulos foi de 74,25% para os idosos e 8,91% para os adultos, sendo a média de dentes presentes de 3,19 e 22,10, respectivamente. O CPOD foi de 31,09 e 22,86 para os idosos e adultos, respectivamente. O maior componente do índice CPOD no grupo de idosos foi dentes perdidos (92,64%; para os adultos, foi dentes restaurados (57%, seguido de dentes perdidos (40,54%. Somente 1% dos adultos necessitava de próteses totais superiores e inferiores, já para os idosos estas necessidades foram de 48,5% e 45,5%, respectivamente. Mediante tais resultados, há necessidade de programas preventivos e educativos tanto para idosos como para adultos, a fim de que estes adultos cheguem à terceira idade com uma condição de saúde bucal melhor que a relatada atualmente.

  3. Depressão em idosos: uma revisão sistemática da literatura

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Maraysa Peixoto Lima

    2016-04-01

    Full Text Available Justificativa e objetivos: A depressão é um problema de saúde pública, em que cerca de 154 milhões de pessoas são afetadas mundialmente, e os idosos enquadram-se neste contexto com um percentual de 15% de prevalência para algum sintoma depressivo. O presente estudo teve como objetivo investigar como a literatura vem abordando as principais causas de depressão nos idosos. Método:Através de uma revisão sistemática da literatura, realizada nos meses de janeiro a abril de 2015, em que os dados foram organizados em categorias e analisados através da literatura pertinente. Resultado:Os resultados evidenciaram o principal perfil dos idosos acometidos pela depressão, formas de tratamentos, chegada ao serviço de saúde e comorbidades associadas. A pesquisa também mostrou a importância do estímulo ao autocuidado, ativação e engajamento das pacientes e familiares em atividades educativas, treinamento profissional de saúde e ampliação do sistema como fatores importantes ao cuidado destes usuários. Conclusão:Concluindo-se que os profissionais de saúde que lidam com essa faixa etária devem estar atentos aos sinais e sintomas da depressão, além de estarem constantemente se capacitando para atender as demandas de uma assistência eficaz e de qualidade, estimulando também métodos não farmacológicos de alívio dos sintomas, sabendo identificar o perfil destes idosos e quais as comorbidades associadas a depressão mais comuns.

  4. Uso da Miniavaliação Nutricional em idosos institucionalizados = Use of the Mini Nutritional Assessment in institutionalized elderly

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Colembergue, Janise Pedroso

    2011-01-01

    Conclusões: o estudo revelou que houve uma baixa prevalência de idosos desnutridos e em risco de desnutrir na população estudada. Entretanto, a Miniavaliação Nutricional não possibilita avaliar pacientes acamados ou mentalmente comprometidos. Devem ser utilizados outros métodos de acompanhamento do estado nutricional em instituições geriátricas, com instrumentos eficientes, de fácil execução e que permitam avaliar não somente o déficit, mas também o excesso de peso nessa faixa etária

  5. Alterações Miofuncionais Orofaciais Associadas ao Processo de Envelhecimento em um Grupo de Idosos Institucionalizados

    OpenAIRE

    de Almeida, Sheila Tamanini; UFCSPA; Gentil, Bruna Caon; Nunes, Eveline de Lima

    2013-01-01

    Com o aumento da população idosa, os profissionais da saúde devem estar preparados para atuar com essa faixa etária, uma vez que ocorrem mudanças fisiológicas e estruturais em consequência do envelhecimento. O objetivo do presente estudo foi verificar as consequências que as alterações miofuncionais orofaciais causam nas funções estomatognáticas de mastigação e de deglutição em idosos institucionalizados. O estudo foi realizado na Sociedade Porto-Alegrense de Auxílio aos Necessitados (Spaan),...

  6. Efeito de um programa de manejo farmacoterapêutico em um grupo de idosos com hipertensão em Aracaju-Sergipe

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    D. P. LYRA JúNIOR

    2009-08-01

    Full Text Available O presente estudo visou avaliar o efeito de um programa de manejo farmacoterapêutico no atendimento de idosos com hipertensão arterial sistêmica assistidos em unidade básica de saúde no município de Aracaju-Sergipe. Foram selecionados 30 idosos portadores de hipertensão, entre 60 e 75 anos de ambos os gêneros. Foi realizado um estudo de intervenção. Ao longo do estudo foram avaliadas as mudanças referentes ao manejo da farmacoterapia, de janeiro de 2007 a agosto de 2008. As variáveis analisadas foram: perfil sócio-demográfico e farmacoterapêutico e freqüência de comorbidades. A média de idade foi 69 ± 4 anos, com prevalência do gênero feminino. Os dados obtidos mostraram freqüência das comorbidades, especialmente nos sistema cardiovascular (100% e músculo-esquelético (90%. Com relação ao perfil farmacoterapêutico foram identificados 76 diferentes tipos de especialidades farmacêuticas. Os medicamentos mais consumidos foram a hidroclorotiazida (53,3% e o captopril (30%. Além disso, as intervenções reduziram o uso de AINEs (25,3% para 10% e de polifarmácia (de nove para seis pacientes. O levantamento do perfil farmacoterapêutico forneceu elementos relevantes para compreender o uso de medicamentos em uma unidade de saúde, bem como, para eleger prioridades no cuidado aos idosos com hipertensão e elaborar estratégias em que o farmacêutico possa intervir de modo a reduzir e prevenir problemas farmacoterapêuticos. Palavras-chave: Idoso. Hipertensão arterial sistêmica. Farmacoterapia.

  7. A satisfação com a vida e a funcionalidade em idosos atendidos em um ambulatório de geriatria

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giovana Sposito

    2013-12-01

    Full Text Available O envelhecimento pode vir acompanhado de limitações funcionais que influenciam a autoestima, rebaixando o nível de satisfação com a vida. Estudos destacam a satisfação com a vida como preditor na qualidade de vida e tem forte relação com a queda da funcionalidade. Portanto, este estudo teve como objetivo verificar a relação entre a satisfação com a vida e a independência funcional e o desempenho de membros inferiores (força muscular, velocidade de marcha e equilíbrio de idosos em seguimento ambulatorial, em relação a grupos etários e de gêneros. Foram avaliados 125 idosos de ambos os sexos com idade mínima de 60 anos, atendidos em um ambulatório de geriatria. Os instrumentos utilizados foram: 1 Medida da Independência Funcional (MIF para avaliar a dependência funcional; 2 Short Physical Performance Battery (SPPB para medir o desempenho físico; 3 Satisfação com a vida. A amostra utilizada foi de conveniência, com predomínio do sexo feminino, os idosos mais velhos apresentaram maior comprometimento funcional. Na análise de regressão logística univariada e multivariada, a satisfação global com a vida autorrelatada e comparada foi mais satisfatória entre os idosos mais velhos. Os resultados sugerem que indivíduos mais velhos apresentam melhor satisfação com a vida mesmo com maior comprometimento funcional.

  8. Uso de medicamentos como fator de risco para fratura grave decorrente de queda em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Coutinho Evandro da Silva Freire

    2002-01-01

    Full Text Available Quedas seguidas de fraturas entre idosos constituem um importante problema de saúde pública. Um estudo caso-controle foi conduzido para avaliar o papel do uso de um conjunto de medicamentos, como fator de risco para esses acidentes entre pessoas com 60 anos ou mais, na cidade do Rio de Janeiro, Brasil. Cento e sessenta e nove casos de internação por fratura conseqüente a queda, e 315 controles hospitalares foram pareados por idade, sexo e hospital. Odds ratios (OR, ajustados por fatores potenciais de confusão, foram obtidos utilizando-se regressão logística condicional. Observou-se um aumento no risco desses acidentes para o uso de drogas bloqueadoras dos canais de cálcio (OR = 1,96, 1,16-3,30 e benzodiazepínicos (OR = 2,09, 1,08-4,05, e uma redução para o uso de diuréticos (OR = 0,40, 0,20-0,80. Antiácidos, digitálicos e laxantes mostraram-se associados a uma redução do risco de fraturas por quedas, cuja significância estatística atingiu níveis limítrofes (0,05 < p < 0,10. Os dados deste estudo apontam para a necessidade de ponderar os riscos e benefícios no uso de medicamentos em idosos, e orientar tais indivíduos e seus familiares para evitar esses acidentes quando o uso desses medicamentos é necessário.

  9. Uso de medicamentos como fator de risco para fratura grave decorrente de queda em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Evandro da Silva Freire Coutinho

    Full Text Available Quedas seguidas de fraturas entre idosos constituem um importante problema de saúde pública. Um estudo caso-controle foi conduzido para avaliar o papel do uso de um conjunto de medicamentos, como fator de risco para esses acidentes entre pessoas com 60 anos ou mais, na cidade do Rio de Janeiro, Brasil. Cento e sessenta e nove casos de internação por fratura conseqüente a queda, e 315 controles hospitalares foram pareados por idade, sexo e hospital. Odds ratios (OR, ajustados por fatores potenciais de confusão, foram obtidos utilizando-se regressão logística condicional. Observou-se um aumento no risco desses acidentes para o uso de drogas bloqueadoras dos canais de cálcio (OR = 1,96, 1,16-3,30 e benzodiazepínicos (OR = 2,09, 1,08-4,05, e uma redução para o uso de diuréticos (OR = 0,40, 0,20-0,80. Antiácidos, digitálicos e laxantes mostraram-se associados a uma redução do risco de fraturas por quedas, cuja significância estatística atingiu níveis limítrofes (0,05 < p < 0,10. Os dados deste estudo apontam para a necessidade de ponderar os riscos e benefícios no uso de medicamentos em idosos, e orientar tais indivíduos e seus familiares para evitar esses acidentes quando o uso desses medicamentos é necessário.

  10. Avaliação multidimensional dos determinantes do envelhecimento ativo em idosos de um município de Santa Catarina

    OpenAIRE

    Vicente, Fernanda Regina; Santos, Silvia Maria Azevedo dos

    2013-01-01

    Este estudo teve como objetivo avaliar os determinantes do envelhecimento ativo em idosos de 60 a 70 anos, residentes em Rodeio-SC. Estudo quantitativo, do tipo exploratório-descritivo, cuja coleta de dados ocorreu entre abril e agosto de 2011. Foram entrevistados 264 idosos em seus domicílios, utilizando-se o instrumento para avaliação multidimensional do envelhecimento ativo, pós-validação de conteúdo, realizada por experts. Para análise dos dados utilizou-se o programa SestatNet e realizou...

  11. A relação pedagógica no ensino de atividades físicas para idosos: clima nas aulas em terra e em água

    OpenAIRE

    Alves, Joana Lopes

    2016-01-01

    A atividade física é um instrumento importante para um envelhecimento ativo, na medida em que contribui para o atraso do processo de envelhecimento. Apesar da existência de alguns estudos nesta área, não foram encontrados muitos estudos sobre os comportamentos pedagógicos, designadamente relacionados com o clima de aula em atividades para idosos. Assim sendo, esta investigação centra-se no estudo do comportamento pedagógico dos técnicos de sessões de atividade física para idosos em terr...

  12. ESTRUTURA DE SERVIÇOS E ACESSO A CONSUMOS EM SAÚDE POR IDOSOS EM UM CONTEXTO RURAL DO SUL DO BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Ruschel de Alcântara

    2012-03-01

    Full Text Available Este estudo analisa o acesso e a utilização dos os serviços de saúde por idosos rurais, de um município da Metade Sul do RS. Busca-se descrever e traçar os fluxos de acesso aos serviços de saúde, levando-se em conta o contexto econômico, social, geográfico e cultural dos idosos entrevistados e das práticas utilizadas a partir dos problemas de saúde que os afetam. Trata-se de um estudo híbrido, com desenho epidemiológico descritivo com coleta e análise qualitativa dos dados obtidos por meio de entrevista com 30 idosos residentes no meio rural de Santana da Boa Vista. Quanto aos serviços de saúde, mais da metade dos idosos declarou utilizar habitualmente a Rede Municipal, em consequência dos problemas crônicos. As principais dificuldades na relação com os serviços de saúde estão relacionadas aos recursos financeiros insuficientes; à demora no atendimento; à ausência de transporte; ao uso de automedicação e ausência de profissionais médicos. Esses resultados expressam desigualdades sociais e de saúde, predominando as dificuldades de acesso funcional e geográfico, já que a maioria dos serviços de saúde encontra-se fora da área rural. A análise das trajetórias terapêuticas apontou para a diversidade de situações e estratégias de saúde desenvolvidas pelos usuários e pelo Município.

  13. Estudo das interações medicamentosas em idosos residentes em instituição de longa permanência

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elisangela GERBER, Adriana de Oliveira CHRISTOFF

    2013-12-01

    Full Text Available Mudanças fisiológicas relacionadas à senescência levam o idoso a um consumo aumentado de medicamentos, o que o torna sujeito à prática da polifarmácia e, consequentemente, as interações medicamentosas. Algumas interações podem comprometer a segurança e efetividade do tratamento, aumentar os efeitos farmacológicos causando toxicidade, acentuar os efeitos colaterais, desenvolver uma reação adversa ao medicamento e até elevar a morbimortalidade. Desta forma, o objetivo deste trabalho foi realizar um estudo das principais interações medicamentosas através da avaliação de prescrições médicas de três indivíduos idosos residentes em instituição de longa permanência por um período de 12 meses. Os três idosos selecionados utilizavam de oito a dez medicamentos diariamente. Foram encontradas 17 possíveis interações medicamentosas, classificadas em interações farmacocinéticas, envolvendo mecanismos de absorção, distribuição e biotransformação dos fármacos e interações farmacodinâmicas por mecanismos de potencialização, antagonismo e somação. Frente aos resultados obtidos, sugeriu-se medidas corretivas afim de proporcionar segurança, eficácia terapêuticae qualidade de vida ao idoso.

  14. Mutação BRAF em pacientes idosos submetidos à tireoidectomia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antonio Augusto T. Bertelli

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a frequência da mutação V600E do gene BRAF em pacientes com mais de 65 anos de idade submetidos à tireoidectomia, correlacionando sua presença ou ausência com as diferentes lesões histológicas, com as variantes e com fatores prognósticos do carcinoma papilífero. MÉTODOS: Foram avaliados 85 pacientes com mais de 65 anos de idade submetidos à tireoidectomia, analisando a mutação BRAF V600E através de reação de PCR-RT realizada após a extração do DNA dos blocos de parafina. RESULTADOS: Detectou-se ausência ou presença da mutação BRAF V600E em 47 pacientes (55,3%. Entre os 17 carcinomas papilíferos estudados, sete apresentavam a mutação (41,2%. Demonstrou-se associação estatística entre a presença desta mutação e a variante clássica do carcinoma papilífero, além de tendência de associação com o extravasamento tireoideano. CONCLUSÃO: A mutação BRAF nos pacientes idosos também é exclusiva do carcinoma papilífero e tem frequência expressiva. Além disso, está relacionada à variante clássica e, possivelmente, ao extravasamento tireoideano.

  15. Capacidade funcional de idosos atendidos em unidades básicas de saúde do SUS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Calíope Pilger

    2013-12-01

    Full Text Available O estudo objetivou analisar a capacidade funcional dos idosos cadastrados nas Unidades Básicas de Saúde do município de Guarapuava-PR, Brasil. Participaram 359 idosos, entrevistados de janeiro a abril de 2010, utilizando-se a seção I e IV do questionário Brazil Old Age Schedule. Os resultados demonstraram que 89,9% apresentaram algum grau de dependência, dos quais 70,8% apresentaram dependência leve e 19,2% moderada ou grave. As mulheres possuem maior grau de dependência leve (70,5% e moderada e grave (62,3%. Os fatores associados com o grau de dependência entre idosos residentes em Guarapuava foram faixa etária, grau de escolaridade, arranjo familiar, trabalho remunerado, local de residência, estado conjugal e renda familiar. Conclui-se que a maior parte dos idosos na comunidade é acometida por limitações e convive com algum tipo de dependência para a realização de atividades básicas da vida diária.

  16. Força muscular e densidade mineral óssea em idosos eutróficos e desnutridos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karla Helena Coelho Vilaça

    2011-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Este estudo teve como objetivo avaliar a associação do estado nutricional com a força muscular de preensão manual e a densidade mineral óssea em idosos do sexo masculino. MÉTODOS: Participaram do estudo 41 idosos do sexo masculino, sendo 20 eutróficos (peso: M=69,6, DP=8,4; índice de massa corporal: M=25,7, DP=2,2 e 21 desnutridos (peso: M=50,9, DP=6,1; índice de massa corporal: M=18,7, DP=1,8, classificados subjetivamente segundo a Mini Avaliação Nutricional. A avaliação antropométrica incluiu peso corporal, altura, circunferência do braço e da panturrilha. A composição corporal foi avaliada pelo método de absorciometria por dupla emissão de Raios X, e a ocorrência de osteoporose foi definida de acordo com os critérios estabelecidos pela Organização Mundial da Saúde. A força muscular foi avaliada pelo dinamômetro de mão. RESULTADOS: O grupo desnutrido apresentou valores expressivamente menores dos parâmetros antropométricos e de com-posição corporal em relação ao grupo eutrófico (p<0,005. Além disso, a ocorrência de osteoporose foi signifi-cativamente maior (p<0,01 no grupo desnutrido em todas as regiões estudadas: colo do fêmur, quadril total e coluna. A força muscular de preensão manual dos idosos desnutridos foi significativamente menor que a dos idosos eutróficos (M=23,1, DP=6,8 e M=30,3, DP=8,4, respectivamente; p<0,005. CONCLUSÃO: A desnutrição está associada à menor força muscular e à diminuição da densidade mineral óssea em idosos do sexo masculino.

  17. AVALIAÇÃO DA FUNÇÃO PULMONAR EM IDOSOS TABAGISTAS DE LONGA DATA ATIVOS E INSTITUCIONALIZADOS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nelson Coimbra RIBEIRO NETO

    2016-06-01

    Full Text Available Um importante acometimento decorrente do tabagismo é a doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC, que é reconhecida como importante problema de saúde pública. Para tal, esta pesquisa teve a pretensão de avaliar a função pulmonar em idosos tabagistas de longa data ativos e institucionalizados, por meio de um estudo de campo, exploratório e quantitativo, realizado no Clube da Amizade de Castelo (CLAC e no Lar Vila Feliz, ambos localizados no município de Castelo-ES. Foram formados 2 grupos com N=4 em cada, constituindo um grupo de idosos ATIVOS e outro de idosos ITT (institucionalizados. Os dados coletados nos testes de espirometria e manovacuometria foram tabulados e analisados estatisticamente, adotando-se valor de p<0,05. Não foram observadas diferenças significativas entre as amostras, o que não descarta a necessidade de novas e mais amplas pesquisas na área.

  18. Percepção dos idosos jovens e longevos gaúchos quanto aos espaços públicos em que vivem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joel Hirtz do Nascimento Navarro

    2015-02-01

    Full Text Available Em 2050, o número de brasileiros residindo em áreas urbanas passará dos 200 milhões e 29% da população será composta por idosos. Os idosos longevos possuem 80 anos ou mais, os idosos jovens são aqueles que apresentam idade entre 60 e 79 anos. O objetivo foi verificar a diferença da percepção de idosos jovens e longevos do Rio Grande do Sul quanto ao ambiente urbano em que vivem. Estudo de base populacional, observacional, descritivo, retrospectivo, com paradigma de análise quantitativa, analisou dados da pesquisa Perfil dos Idosos do RS, realizado pelo Instituto de Geriatria e Gerontologia da PUCRS em parceria com a Escola de Saúde Pública do RS. A amostra foi composta por 6913 questionários respondidos por idosos de 59 cidades. A análise dos dados foi realizada com cada um dos grupos etários e as variáveis independentes foram testadas pelo Qui-Quadrado, sendo o nível de significância menor que 0,05. Como resultado, a percepção de dificuldades, como poucos bancos, falta de faixas de segurança, tempo de sinal muito curto para pedestres, degraus muito altos e mau cheiro dos banheiros públicos, foi maior entre os idosos jovens. Os idosos longevos perceberam menos esses fatores, porém, referiram que frequentam menos os ambientes comunitários.

  19. Equilíbrio postural em idosos praticantes de hidroginástica e karatê

    OpenAIRE

    Martins,Raquel de Melo; Dascal,Juliana Bayeux; Marques,Inara

    2013-01-01

    O objetivo do presente estudo foi comparar o equilíbrio postural de idosos praticantes de karatê e hidroginástica. Os participantes foram 30 idosos ativos e inativos, com média de idade de 74,55 ± 6,5 anos, divididos em: GK (karatê), GH (hidroginástica), GI (inativos). Eles foram submetidos a uma bateria de avaliação de equilíbrio postural, denominado de escala de Berg, compostas por 14 tarefas comuns ao cotidiano, envolvendo o equilíbrio estático e o dinâmico. Para análise dos dados, foi rea...

  20. Medo de quedas e fatores associados em idosos comunitários com catarata : estudo transversal realizado no Distrito Federal, Brasil

    OpenAIRE

    Cascalho, Lorena de Andrade

    2016-01-01

    Objetivos: Investigar a prevalência do medo de quedas em idosos com catarata residentes na comunidade e os fatores associados à alta preocupação com a ocorrência de quedas. Método: Pesquisa de corte transversal, analítico e observacional. Foi composta por 86 idosos com diagnóstico de catarata bilateral. Para quantificar o medo de quedas entre idosos foi utilizada a escala Falls Efficacy Scale-International-Brasil (FES-I-BRASIL). As demais variáveis foram obtidas por meio de aplicação de quest...

  1. Avaliação das funções executivas em idosos acometidos por doenças crônico-degenerativas

    OpenAIRE

    Ivone Lúcia Brito; Silvia Coutinho Areosa; Regina Maria Fernandes Lopes; Irani I. de Lima Argimon

    2012-01-01

    O avanço das condições de saúde vem propiciando o aumento da longevidade e conseqüentemente uma expectativa de vida maior. Esta pesquisa foi elaborada com o objetivo de verificar a existência de déficit no desempenho das Funções Executivas em idosos acometidos com doenças crônico-degenerativas através do Teste Wisconsin de Classifica��ão de Cartas, bem como investigar patologias associadas (depressão e ansiedade) e suas implicações na vida dos idosos. Participaram do estudo30 idosos de ambos...

  2. Análise da efetividade da fisioterapia através da psicomotricidade em idosos institucionalizados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sofia Banzatto

    2015-03-01

    Full Text Available Objetivo: Analisar a percepção dos idosos a respeito da efetividade da fisioterapia através de atividades psicomotoras. Métodos: Tratou-se de um estudo de natureza descritiva, com abordagem qualitativa, realizado com 19 idosos, independentemente do sexo, que praticavam atividades psicomotoras regularmente no Lar Torres de Melo, uma instituição filantrópica localizada em Fortaleza-CE. As informações foram coletadas a partir de uma entrevista semiestruturada entre o período de fevereiro a maio de 2013. Após transcrição, leitura e releitura das entrevistas, emergiram as seguintes categorias temáticas: percepção dos benefícios; sensação percebida após as atividades psicomotoras; percebendo a importância da fisioterapia; e contribuição da psicomotricidade para o emocional. Resultados: Pode-se observar nas falas dos idosos que as atividades psicomotoras estabelecem uma melhora na sua qualidade de vida, ajudando-os a manter suas capacidades funcionais com autonomia e independência, criando forças para enfrentar suas limitações e superá-las. Há uma melhora do bem-estar geral, ajuda na preservação do viver independente e minimiza as consequências de certas incapacidades. Os idosos percebem também a importância da fisioterapia para sua capacidade funcional, e que a psicomotricidade contribui para o seu emocional. Conclusão: Os idosos institucionalizados sentem que a psicomotricidade contribui para o emocional deles e que as atividades auxiliam o desempenho físico e mental, melhorando a autonomia e capacidade de enfrentar suas limitações, proporcionando uma melhor condição de vida.

  3. O uso prolongado de benzodiazepínicos em mulheres de um centro de convivência para idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gisele Huf

    Full Text Available Apesar das recomendações contra o uso prolongado de benzodiazepínicos em idosos, as pesquisas indicam que o uso desses medicamentos aumenta com a idade. O padrão de uso de benzodiazepínicos e os fatores associados ao uso prolongado destes foram examinados com base em um questionário padronizado, aplicado a 634 mulheres com mais de sessenta anos, participantes de um centro de convivência para idosos no Rio de Janeiro, entre maio de 1992 e dezembro de 1995. A prevalência de uso de benzodiazepínicos na última quinzena foi estimada em 21,3% (IC 95% 18,1-24,5, e a prevalência de uso diário por 12 meses ou mais em 7,4% (IC 95% 5,4-9,4. Em uma análise multivariada, o número de medicamentos consumidos mostrou uma associação importante e progressiva com o uso prolongado de benzodiazepínicos, com OR = 2,77 (IC 95% 1,17-6,57 para aquelas que consomem entre quatro a seis medicamentos e OR = 7,62 (IC 95% 3,18-18,26 para aquelas que consomem mais de sete medicamentos. Queixas de insônia (OR = 8,87 IC 95% 2,53-31,06 e cefaléia (OR = 3,53 IC 95% 1,82-6,89 também estiveram fortemente associadas a este padrão de uso.

  4. Achados histopatológicos renais em idosos Histopathological findings in elderly patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Priscylla Aparecida Vieira do Carmo

    2010-09-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A população idosa mundial tem aumentado de forma expressiva e pesquisas apontam para um aumento da expectativa de vida dos brasileiros em cerca de 10 anos. Assim como outras comorbidades, as doenças glomerulares também são observadas em idosos e, neste contexto, a biopsia renal surge como ferramenta diagnóstica fundamental para auxiliar a tomada de conduta, evitando, muitas vezes, terapias desnecessárias. OBJETIVO: Estabelecer a frequência dos diagnósticos histológicos em idosos submetidos a biopsia renal, com destaque para as glomerulopatias (GPs, em dois centros universitários brasileiros. MÉTODOS: Avaliação retrospectiva dos laudos de biopsias renais do Departamento de Patologia da UNIFESP, incluindo pacientes com idade maior ou igual a 60 anos, no período de 01/01/1996 a 31/12/2003 e do ambulatório de GPs do NIEPEN. Os estudos de rins transplantados e de nefrectomias foram excluídos. Os dados considerados para análise foram: idade, sexo, síndrome clínica de apresentação e diagnóstico histológico (por microscopia óptica e imunofluorescência. As nefropatias foram classificadas em GP primárias, doenças renais secundárias, patologias não glomerulares e outras. RESULTADOS: Foram avaliados 113 casos, constatando-se: média de idade de 66,0 ± 6,0 anos e predomínio do sexo masculino (54,8%. A síndrome clínica de apresentação mais comum foi a síndrome nefrótica (32,7%, seguida de insuficiência renal aguda e crônica, com 18,6% cada. As doenças glomerulares foram: nefropatia membranosa (NM, 15%; nefroesclerose hipertensiva, 11,5%; glomerulosclerose segmentar e focal e vasculites/ GN com crescentes, 9,7% cada; amiloidose, glomerulonefrite crônica e doença de lesões mínimas, 7,1% cada; GN proliferativa difusa, 4,4%; nefropatia por IgA e nefrite lúpica, 2,7% cada. Houve um predomínio das GP primárias (45,2% quando comparadas às outras nefropatias. CONCLUSÃO: A principal indicação de biopsia

  5. Triagem auditiva em idosos: avaliação da acurácia e reprodutibilidade do teste do sussurro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ludimila Labanca

    Full Text Available Resumo Devido à alta prevalência da presbiacusia e as suas consequências, métodos de triagem auditiva são necessários no âmbito da atenção primária. Diante disso, o objetivo do estudo foi verificar a reprodutibilidade e acurácia do teste do sussurro como metodologia de triagem auditiva em idosos. Trata-se de estudo transversal com medidas de acurácia que incluiu 210 idosos, entre 60 e 97 anos, submetidos ao teste do sussurro com dez expressões diferentes e ao exame de referência audiometria tonal limiar. Calculou-se a sensibilidade, a especificidade, o valor preditivo positivo, o valor preditivo negativo e a acurácia do teste, avaliada por meio da área sob a curva Receiver Operating Characteristic (ROC. O teste foi repetido em 20% das orelhas por um segundo examinador com a finalidade de avaliar a reprodutibilidade interexaminador (RIE. As expressões que apresentaram melhor área sob a curva ROC (AUC e RIE foram: “sapato” (AUC = 0,918; RIE = 0,877, “janela” (AUC = 0,917; RIE = 0,869, “parece que vai chover” (AUC = 0,911; RIE = 0,810 e o “ônibus está atrasado” (AUC = 0,900; RIE = 0,810. Estas são, pois, as expressões propostas para fazerem parte do protocolo do teste do sussurro que mostrou-se como uma ferramenta útil para triagem auditiva em idosos.

  6. Relação entre força muscular de membros inferiores e fragilidade em idosos

    OpenAIRE

    Batista, Fernanda Sotello; Gomes, Grace Angelica de Oliveira; Neri, Anita Liberalesso; Guariento, Maria Elena; Cintra, Fernanda Aparecida; Sousa, Maria da Luz Rosario de; D'Elboux, Maria José

    2012-01-01

    CONTEXTO E OBJETIVO: A sarcopenia é o principal fator envolvido no desenvolvimento da síndrome de fragilidade. O objetivo foi investigar a relação entre força muscular de membros inferiores e as variáveis sexo, idade e critérios de fragilidade; comparar a força muscular de membros inferiores com cada critério de fragilidade e verificar seu poder de estimativa do risco para fragilidade em idosos ambulatoriais. TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Estudo transversal no Ambulatório de Geriatria de um hospita...

  7. A FISIOTERAPIA NA PREVENÇÃO E DIMINUIÇÃO DA INCIDÊNCIA DE QUEDAS EM IDOSOS

    OpenAIRE

    Gabriela Fernandez; Claudia Russi

    2017-01-01

    O processo de envelhecimento é um acontecimento fisiológico e traz diversas alterações anatômicas na postura, no sistema articular e osteomuscular, alterações no sistema nervoso e cardiorrespiratório; assim como no sistema imunológico, digestivo, endócrino e metabólico. Estas alterações tornam o idoso mais frágil e propenso a sofrer quedas. As quedas são ocorrências relativamente comuns e constituem causa de morbidade e mortalidade em indivíduos com mais de 65 anos. Portanto, foi realizada um...

  8. A eficácia do treinamento auditivo acusticamente controlado em idosos com transtorno do processamento auditivo

    OpenAIRE

    Aline Albuquerque Morais

    2015-01-01

    Introdução: No sistema auditivo, as mudanças decorrentes do envelhecimento resultam na dificuldade que os idosos apresentam em compreender a fala, afetando a capacidade de comunicação e de participação nas relações sociais, podendo levar à piora da qualidade de vida desta população. O treinamento auditivo é uma proposta de intervenção baseada na neuroplasticidade que tem o objetivo de adequar as habilidades auditivas de indivíduos com transtorno do processamento auditivo (TPA). Esse método ve...

  9. Deglutição e voz em idosos com sequelas de acidente vascular encefálico

    OpenAIRE

    Paula de Campos Bovolin

    2013-01-01

    Distúrbios neurológicos como o Acidente Vascular Encefálico (AVE) podem causar alterações nos mecanismos responsáveis pela voz e deglutição, levando a quadros de disfonia e disfagia neurogênica, sendo que a maioria dos estudos aborda tais aspectos separadamente. O objetivo do presente trabalho foi estudar as funções de deglutição e voz, bem como a relação entre ambas, em indivíduos com sequelas de AVE. Foram analisados, para este estudo retrospectivo, os prontuários e exames de 30 idosos com ...

  10. Proposta de acompanhamento em grupo para idosos protetizados Group follow up proposal for elderly with hearing aids

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliara Pinto Vieira

    2007-12-01

    Full Text Available A implantação de programas de reabilitação para o deficiente auditivo adulto é de grande importância, principalmente na população geriátrica, sendo necessário incorporá-los à rotina dos serviços ambulatoriais. OBJETIVO: Apresentar um programa de atendimento em grupo voltado para idosos protetizados. MATERIAL E MÉTODO: Realizar um estudo piloto do tipo clínico e experimental, com a participação de 40 idosos usuários de próteses auditivas, doadas em um Serviço Público, distribuídos em seis grupos, com no máximo oito idosos mais seus respectivos acompanhantes. O programa constou de três encontros quinzenais, onde foram transmitidas informações e orientações necessárias para adequada adaptação dos idosos ao uso das próteses auditivas. RESULTADOS: A maioria dos idosos participou dos encontros ativamente, expondo suas opiniões espontaneamente ou respondendo as questões quando solicitado. Todos os idosos foram orientados quanto à importância da aceitação da deficiência auditiva e sobre a necessidade de motivação para o uso das próteses auditivas. Além disso, ouvir depoimentos dos outros idosos pareceu facilitar a compreensão das suas próprias dificuldades e os estimulou no processo de adaptação à amplificação. CONCLUSÃO: a formação de grupos facilitou a interação entre idosos, permitiu o esclarecimento das dúvidas e estratégias de comunicação e, conseqüentemente, favoreceu o processo de adaptação.Implementing rehabilitation programs to hearing impaired adults is of great importance, mainly in the elderly population, and it is necessary to add them to the routine of outpatient care programs. AIM: to present a group care program for elderly patients who are fitted with hearing aids. MATERIAL AND METHOD: to carry out a pilot study of clinical and experimental type, with the participation of 40 elderly users of hearing aids donated by the government, distributed within six groups, with maximum

  11. Microbial keratitis in the elderly: a 32-year review Ceratite infecciosa em idosos: revisão de 32 anos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renato Magalhães Passos

    2010-08-01

    Full Text Available PURPOSE: To describe the demographic characteristics, associated factors and causative agents of infectious keratitis in the elderly in a tertiary referral center in São Paulo, Brazil. METHODS: A retrospective review of all patients aged 60 years and over with a presumptive diagnosis of infectious keratitis who had material collected for microbiological analysis, between the years 1975 and 2007 (32-year span. RESULTS: From a total of 7,060 age-independent cases of microbial keratitis, 1,545 cases in the elderly were reviewed, which had a mean age of 71.0 ± 7.8 years, ranging from 60 to 101 years. There were 707 males (45.6% and 838 females (54.3%. Associated factors were: past ocular surgery (25.1%, ocular trauma (7.2% and contact lens use (3.0%. Bacterioscopy was positive in 40.5% of cases. Culture positivity for any agent was 53.5% (bacteria 47.0%, fungi 6.1%, Acanthamoeba 0.4%. The most frequent bacteria were the gram-positive cocci (mostly coagulase-negative Staphylococci and gram-negative bacilli (mostly the genera Pseudomonas, Moraxella and Proteus, while the most frequent fungi were the filamentous (mostly the genus Fusarium. CONCLUSIONS: This study represents a large series of microbial keratitis in the elderly in a single referral center. The most important factor associated with this condition in the elderly was past ocular surgery. The most frequent causative agents were bacteria, especially gram-positive cocci and gram-negative bacilli.OBJETIVO: Descrever as características demográficas, fatores associados e agentes etiológicos das ceratites infecciosas em idosos em um centro de referência terciário em São Paulo, Brasil. MÉTODOS: Análise retrospectiva de todos os pacientes a partir de 60 anos com diagnóstico clínico de ceratite infecciosa que tiveram material colhido para análise microbiológica, entre os anos de 1975 e 2007 (intervalo de 32 anos. RESULTADOS: De um total de 7.060 casos de ceratite infecciosa em todas as

  12. Peculiaridades da radioterapia em idosos Peculiarities of radiotherapy in the elderly

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Michael Jenwei Chen

    2010-10-01

    Full Text Available É sabido que o envelhecimento da população do mundo durante o século XX e no início deste novo século constitui um desafio de primeira ordem para as nações, especialmente no campo socioeconômico. Um aspecto importante do envelhecimento populacional global é que, para grupos de idade mais avançada, a prevalência das doenças degenerativas também é maior, incluindo as doenças malignas. No universo de pacientes portadores de câncer, por outro lado, metade destes receberá radioterapia em algum momento de sua doença e suas características individuais podem influenciar, de alguma forma, o prognóstico, a indicação e as doses diárias de prescrição dos tratamentos. Neste contexto, a assistência à saúde do idoso portador de câncer deve ser vista como um importante desafio, principalmente devido a dois fatores: uma maior procura de tratamentos, em termos quantitativos, e características fisiológicas peculiares a esta população, que podem influenciar na tomada de decisões terapêuticas. Esta revisão propõe uma discussão sobre alguns aspectos relevantes tanto da fisiologia dos idosos, que pode influenciar o curso do tratamento irradiante, quanto de alguns avanços técnicos da radioterapia, que podem, por sua vez, beneficiar estes pacientes, oferecendo menor toxicidade e maior eficiência e rapidez, por exemplo.It is known that the aging of the world population during the twentieth century and the beginning of this new century is a first-order challenge for nations, especially in the socio-economic field. An important aspect of the aging of global population is that, for older age groups, the prevalence of degenerative diseases is also higher, including malignancies. On the other hand, among the population of patients with cancer, half of these patients will receive radiation therapy at some point in their illness and their individual characteristics can somehow influence the prognosis, the indication and daily doses of

  13. Comparação de diagnósticos de enfermagem em adultos e idosos hospitalizados no pós-operatório

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Graziele Ribeiro Bitencourt

    2011-12-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi comparar os diagnósticos de enfermagem identificados em adultos e idosos no pós-operatório. Foram recrutados aleatoriamente 20 adultos e 20 idosos internados na clínica cirúrgica de um hospital geral, em Niterói-RJ- Brasil, de janeiro a abril de 2009. Como instrumento de coleta de dados optou-se pelo Protocolo de Carpenito. Realizou-se análise estatística descritiva. Nos idosos identificou-se: dentição prejudicada (85%, constipação (75%, e déficit de autocuidado para vestir-se e arrumar-se (70%. Nos adultos: ansiedade (85%; déficit de autocuidado para vestir-se e arrumar-se (70%; e constipação (65%. Identificou-se 100% de risco de infecção e de integridade da pele prejudicada para ambos os grupos. Verificou-se uma proporção maior dos diagnósticos dentição prejudicada (p=0,008 e risco de quedas (p=0,000 em idosos, e privação do sono em adultos (p=0,028. Embora ambos os grupos estejam em pós-operatório, suas necessidades de cuidados mostraram especificidades, considerando as alterações do processo de envelhecimento.

  14. Idosos residentes em uma instituição de longa permanência: adaptação à luz de Callista Roy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Célia de Freitas

    Full Text Available Objetivou-se avaliar o processo de adaptação de idosos que buscam, voluntariamente, residir em Instituição de Longa Permanência para Idosos (ILPI, na cidade de Fortaleza-CE, com base no modelo teórico de Roy. Pesquisa descritiva, realizada em uma IPLI com treze idosos residentes. A coleta de dados foi por meio de entrevista, nos meses de outubro e dezembro de 2011. Os dados foram tratados pela análise de conteúdo temática. Emergiram as seguintes temáticas: Eu Físico, subdividido em sensação corporal e imagem corporal; e Eu Pessoal, subdividido em auto coerência, auto ideal e ser moral-ético-espiritual. Assim, a opção de morar em ILPI não mudou efetivamente a vida dos idosos. Estes conseguiram adaptação ao local e convivem bem com os estímulos internos e externos.

  15. Idosos residentes em uma instituição de longa permanência: adaptação à luz de Callista Roy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Célia de Freitas

    2014-12-01

    Full Text Available Objetivou-se avaliar o processo de adaptação de idosos que buscam, voluntariamente, residir em Instituição de Longa Permanência para Idosos (ILPI, na cidade de Fortaleza-CE, com base no modelo teórico de Roy. Pesquisa descritiva, realizada em uma IPLI com treze idosos residentes. A coleta de dados foi por meio de entrevista, nos meses de outubro e dezembro de 2011. Os dados foram tratados pela análise de conteúdo temática. Emergiram as seguintes temáticas: Eu Físico, subdividido em sensação corporal e imagem corporal; e Eu Pessoal, subdividido em auto coerência, auto ideal e ser moral-ético-espiritual. Assim, a opção de morar em ILPI não mudou efetivamente a vida dos idosos. Estes conseguiram adaptação ao local e convivem bem com os estímulos internos e externos.

  16. A música como terapia complementar na paliação da dor em idosos hospitalizados: à luz da teoria de Jean Watson

    OpenAIRE

    Amaral, Juliana Bezerra do

    2012-01-01

    Estudo de natureza exploratória e descritiva com abordagem qualitativa e quantitativa fundamentado nos princípios filosóficos e científicos do Modelo do Cuidado Transpessoal de Jean Watson, que em sua essência, entre outros fatores, valoriza a dimensão humana em primeiro lugar. O objetivo geral foi analisar a influência da música como terapia complementar na paliação da dor em idosos hospitalizados em unidades de clínica-médica e cirúrgica de um hospital público de grande porte, da cidade do ...

  17. Transtorno afetivo bipolar em idosos: características clínicas e sociodemográficas = Bipolar disorder in the elderly: clinical and socio-demographic characteristics

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Zung, Stevin

    2009-01-01

    Conclusões: o presente estudo, conduzido em pacientes idosos com transtorno afetivo bipolar, confirmou achados clínicos importantes de investigações realizadas em pacientes adultos, acrescentando o fato inédito de consolidar esses achados através da investigação em uma população de pacientes idosos com longo tempo de evolução de seu quadro clínico

  18. O estudo da prova calórica em pacientes idoso The study of caloric testing in senior patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Débora Cristina de Oliveira Bezerra

    2008-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: realizar o estudo da prova calórica em pacientes idosos com queixa de tontura, acompanhada ou não de zumbido com finalidade de traçar um perfil dos idosos quanto os sintomas vestibulares. MÉTODOS: fizeram parte da amostra 143 pacientes, com faixa etária variando de 60 a 90 anos de idade; todos realizaram o exame otoneurológico. Foram excluídos pacientes idosos com queixa de desequilíbrio e aqueles que apresentaram a queixa de zumbido desacompanhado da tontura. RESULTADOS: o estudo demonstrou que a normorreflexia, em valores absolutos, encontra-se entre 82,3% a 91,2% e os valores relativos são de 93%. Referente aos dados colhidos na anamnese, o que chamou a atenção, foi que do total de pacientes analisados, encontrou-se a tontura acompanhada de zumbido em 69% dos casos e o elevado uso de medicação em pacientes nesta faixa etária. CONCLUSÃO: na população estudada houve um predomínio da tontura acompanhada de zumbido. Em relação à prova calórica, o trabalho demonstrou a alta prevalência de pacientes com valores absolutos e relativos normais.PURPOSE: to accomplish the study of caloric testing in senior patients with dizziness, accompanied or not of with buzzing. METHODS: 143 patients were analyzed with age varying from 60 to 90 years; all of them did an otoneurologic evaluation. Senior patients with unbalance complaints and with buzzing unaccompanied with dizziness were excluded from this study. RESULTS: 82.3% to 91.2% of the patients obtained normoreflexia in absolute values and over 93% obtained normal results in relative values. Referring to the data obtained in the anamnesis, what got attention was 69% of dizziness accompanied with buzzing. And the high medication of the patients in this age group. CONCLUSION: there was a prevalence of dizziness accompanied with buzzing in the studied population. Concerning the caloric testing, the study demonstrated the high prevalence of patients with normal absolute and

  19. A FISIOTERAPIA NA PREVENÇÃO E DIMINUIÇÃO DA INCIDÊNCIA DE QUEDAS EM IDOSOS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gabriela Fernandez

    2017-01-01

    Full Text Available O processo de envelhecimento é um acontecimento fisiológico e traz diversas alterações anatômicas na postura, no sistema articular e osteomuscular, alterações no sistema nervoso e cardiorrespiratório; assim como no sistema imunológico, digestivo, endócrino e metabólico. Estas alterações tornam o idoso mais frágil e propenso a sofrer quedas. As quedas são ocorrências relativamente comuns e constituem causa de morbidade e mortalidade em indivíduos com mais de 65 anos. Portanto, foi realizada uma revisão sistemática, através de uma busca de artigos científicos abordando os temas Idosos/ Fisioterapia/ Quedas, publicadas entre os anos de 2000 a 2016. A partir destes trabalhos espera-se verificar a fisioterapia preventiva aplicada à geriatria enquanto ferramenta para proporcionar uma melhoria na capacidade funcional do idoso.

  20. Autopercepção positiva de saúde em idosos: estudo populacional no Sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Susana Cararo Confortin

    2015-05-01

    Full Text Available O objetivo foi identificar fatores associados à autopercepção positiva de saúde em idosos de Florianópolis, Santa Catarina, Sul do Brasil. Trata- se de estudo transversal, de base populacional, com 1.705 idosos. A autopercepção de saúde foi classificada como positiva (muito boa e boa e negativa (regular, ruim e muito ruim. A regressão bruta e ajustada de Poisson foi utilizada para identificar os fatores associados. A prevalência do desfecho foi de 51,2%, associada positivamente ao sexo masculino (RP = 1,13, ter mais de 5 anos de estudo, consumo moderado (RP = 1,33 ou alto de álcool (RP = 1,37, ser ativo no lazer (RP = 1,20, utilizar Internet (RP = 1,21, menor número de morbidades, dependência leve/moderada (RP = 2,20 ou nenhuma (RP = 2,67, não sofrer quedas (RP = 1,19 e não fazer uso de polifarmácia (RP = 1,27. Foram identificados diversos fatores modificáveis que podem interferir na autopercepção de saúde positiva de idosos e contribuir para o desenvolvimento de estratégias para melhorar a qualidade de vida desses.

  1. Concepção de saúde segundo relato de idosos residentes em ambiente urbano

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fátima Ferretti

    2011-06-01

    Full Text Available A saúde é um fenômeno que difere de acordo com os aspectos biológicos, culturais, ambientais, sociais e históricos e o modo como cada ser humano viveu sua vida. Este estudo teve como objetivo conhecer a concepção de saúde de idosos residentes em ambiente urbano. Trata-se de pesquisa descritiva com uma amostra de 17 idosos. Na coleta optou-se por uma entrevista semiestruturada. A análise dos dados mostrou que a concepção de saúde está centrada na manutenção da independência, no apoio da família e no sentir-se responsável pelo modo de viver a vida. Perceber-se como ator do processo de viver e envelhecer demonstra que o idoso assume sua corresponsabilização pela saúde vivida hoje, evidenciando uma mudança de comportamento social e político, da passividade para a participação ativa no processo de vida.

  2. Concepção de saúde segundo relato de idosos residentes em ambiente urbano

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fátima Ferretti

    Full Text Available A saúde é um fenômeno que difere de acordo com os aspectos biológicos, culturais, ambientais, sociais e históricos e o modo como cada ser humano viveu sua vida. Este estudo teve como objetivo conhecer a concepção de saúde de idosos residentes em ambiente urbano. Trata-se de pesquisa descritiva com uma amostra de 17 idosos. Na coleta optou-se por uma entrevista semiestruturada. A análise dos dados mostrou que a concepção de saúde está centrada na manutenção da independência, no apoio da família e no sentir-se responsável pelo modo de viver a vida. Perceber-se como ator do processo de viver e envelhecer demonstra que o idoso assume sua corresponsabilização pela saúde vivida hoje, evidenciando uma mudança de comportamento social e político, da passividade para a participação ativa no processo de vida.

  3. Reabilitação vestibular em pacientes idosos portadores de vertigem posicional paroxística benigna

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Resende Carolina R.

    2003-01-01

    Full Text Available A Vertigem Posicional Paroxística Benigna (VPPB é um distúrbio vestibular no qual os pacientes relatam breves momentos de vertigem e/ou leve instabilidade postural, ocasionados por uma mudança brusca na movimentação cefálica ou corporal. OBJETIVO: Verificar o benefício da reabilitação vestibular, realizada em grupo, em pacientes idosos portadores de VPPB. FORMA DE ESTUDO: Clínico prospectivo. MATERIAL E MÉTODO: Foram selecionados aleatoriamente 16 pacientes portadores de VPPB, todos medicados com extrato de Gingko-biloba (40mg de 12/12h durante 30 dias. Oito deles, que formaram o Grupo Experimental, além do medicamento, foram submetidos à reabilitação vestibular e oito compuseram o Grupo Controle que não realizaram nenhum tipo de exercício. Para avaliação do benefício aplicamos a Escala de Atividades de Vida Diária e Desordens Vestibulares proposta por Cohen e Kimball. Para a análise estatística utilizamos o teste t-student. CONCLUSÃO: Nossos resultados apontaram benefício promovido pela reabilitação vestibular em grupo no tratamento de idosos portadores de VPPB; a avaliação qualitativa mostrou-se instrumento importante para a avaliação de benefício para o tratamento proposto; e a reabilitação vestibular em grupo mostrou ser uma excelente estratégia terapêutica.

  4. Prevalência de atividade física de deslocamento e fatores associados em idosos longevos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rodrigo de Rosso Krug

    2016-12-01

    Full Text Available DOI: http://dx.doi.org/10.5007/1980-0037.2016v18n5p520   O objetivo deste estudo foi estimar a prevalência da realização de atividades físicas de deslocamento e associar as características sociodemográficas, comportamentais e de saúde de idosos longevos de Florianópolis/SC. Trata-se de um estudo epidemiológico transversal, com 343 idosos, com 80 anos ou mais de idade, participantes dos grupos de convivência, cadastrados na Prefeitura Municipal de Florianópolis/SC. Foram obtidas informações sociodemográficas, de saúde e comportamentais. Para avaliar a realização de atividade física, utilizou-se o domínio “deslocamento” do Questionário Internacional de Atividade Física (IPAQ, adaptado para idosos. Os dados foram analisados no programa estatístico Stata 11.0, por meio de regressão logística expresso em Odds Ratio e intervalo de confiança de 95%. A prevalência da realização de atividade física no deslocamento foi de 19,5%. Os longevos com maior idade (p= 0,011; OR= 0,90; IC95%= 0,83/0,98, pior percepção de saúde (p< 0,001; OR= 0,33; IC95%= 0,18/0,60 e com diagnóstico de hipertensão arterial sistêmica (p= 0,009; OR= 0,47; IC95%= 0,27/0,83 apresentaram menores chances de realização de atividades físicas de deslocamento. O conhecimento sobre as características sociodemográficas, comportamentais e de saúde, associadas à realização de atividade física de deslocamento de idosos longevos, pode servir de base para a elaboração de ações que promovam a atividade física de deslocamento em idosos longevos.

  5. Análise do estado de funcionalidade de idosos residentes em unidades de longa permanência

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jeanne Batista Josino

    2015-09-01

    Full Text Available Objetivo: Analisar o estado de funcionalidade de idosos residentes em unidades de longa permanência. Métodos: Estudo descritivo-exploratório desenvolvido em duas instituições de longa permanência para idosos (ILPI no município de Fortaleza-CE, no período de novembro de 2012 a julho de 2013. Os instrumentos utilizados foram: 1 formulário sociodemográfico, 2 Medida de Independência Funcional (MIF e 3 Classificação Internacional de Funcionalidade (CIF. Os dados foram analisados de maneira descritiva a partir do cálculo de frequência, média e desvio padrão. Resultados: Houve predomínio do sexo masculino (n=47; 59,49%, com média de idade de 74,58 (± 8,89 anos, 68,35% (n=54 foram ou são casados e 49,37% (n=39 são analfabetos. Com relação à MIF, observou-se que os idosos realizam as atividades de modo completo ou modificado, e 18,99% (n=15 possuem dificuldade para subir escadas. Na ligação da MIF com a CIF, viu-se, quanto ao autocuidado, que 96,20% (n=76 não apresentam dificuldades para executar tarefas, 92,40% (n=73 locomovem-se sem dificuldades e 98,73% (n=78 têm cognição preservada. Quanto à capacidade de manter e controlar interações sociais, todos apresentam esse domínio preservado. Conclusão: Os idosos pesquisados apresentaram bom estado cognitivo, sendo possível constatar pouca dependência nas atividades relacionadas a cuidados pessoais, mobilidade e comunicação. O uso da CIF permite visualizar o cenário de funcionalidade dos idosos, o que pode facilitar estratégias de promoção de saúde mais efetivas para essa população.

  6. Prescrição de medicamentos potencialmente inapropriados para idosos: um estudo transversal em instituição psiquiátrica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kaio Vinicius Freitas de Andrade

    2016-06-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo Estimar a frequência de prescrição de medicamentos potencialmente inapropriados (MPIs para idosos institucionalizados em um hospital psiquiátrico. Métodos Estudo descritivo, transversal, baseado em análise de prescrições médicas para indivíduos com 65 anos ou mais (n = 40, elaboradas no mês de janeiro de 2013 e coletadas de prontuários médicos, em uma instituição hospitalar pública especializada em saúde mental. Foram analisadas variáveis sociodemográficas e clínicas relativas ao idoso. Os medicamentos prescritos foram categorizados, pelos Critérios de Beers (CB, em: 1 MPIs que devem ser evitados em qualquer condição clínica; 2 MPIs nas condições clínicas identificadas no estudo; 3 medicamentos que devem ser utilizados com precaução em idosos. Resultados Houve predomínio do sexo feminino (62,5%, n = 25/40. Em relação à idade, a média foi de 73 anos (66-93 anos. O tempo médio de internamento foi de 15 anos, e o principal diagnóstico foi de esquizofrenia (56,4%; n = 22/39. A prevalência de polifarmácia foi de 70%. Os medicamentos mais prescritos foram prometazina e haloperidol. Em relação aos CB, observou-se que 40,2% (n = 90/224 dos medicamentos prescritos foram classificados como MPIs em qualquer condição clínica; 38,8% (n = 87/224 foram considerados como MPIs em determinadas condições clínicas e 23,7% (n = 53/224 pertenciam à categoria dos medicamentos que devem ser utilizados com cautela em idosos. Conclusão Obteve-se elevada prevalência de MPIs para idosos, quando comparada com estudos semelhantes. Os CBs contribuíram para a análise das prescrições, possibilitando a identificação de medicamentos que podem potencializar os riscos de desenvolvimento de iatrogenias ou agravamento de patologias preexistentes.

  7. Consumo alimentar e antropometria relacionados à síndrome de fragilidade em idosos residentes em comunidade de baixa renda de um grande centro urbano

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Amanda de Carvalho Mello

    2017-08-01

    Full Text Available Resumo: O objetivo deste estudo foi descrever dados antropométricos e de alimentação relacionados à síndrome de fragilidade em idosos. O desenho foi transversal, com indivíduos ≥ 60 anos de inquérito domiciliar realizado em Manguinhos, Município do Rio de Janeiro, Brasil (n = 137. Foram obtidos o diagnóstico de síndrome de fragilidade segundo Fried et al., medidas antropométricas e aplicado questionário de frequência de consumo alimentar, comparando-se às recomendações do Ministério da Saúde. Nos grupos pré-frágeis e frágeis, o índice de massa corporal e medidas de centralização de gordura apresentaram valores mais elevados e os parâmetros musculares, valores menores, com a gradação da síndrome. O consumo de cereais foi maior nos frágeis e o de feijão e frutas menor; o de vegetais, laticínios e alimentos ricos em açúcar e gordura foi maior nos pré-frágeis; o de carne foi semelhante nos grupos. Assim, o diagnóstico da síndrome, a avaliação antropométrica e da alimentação são ações a serem incluídas às políticas de saúde do idoso por identificar precocemente o risco e beneficiar intervenções de prevenção e promoção à saúde e nutrição.

  8. Doenças sexualmente transmissíveis em idosos: uma revisão sistemática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jader Dornelas Neto

    2015-12-01

    Full Text Available Resumo O prolongamento da vida sexual, somado a práticas inseguras, tem refletido na possibilidade de ocorrência de DST em idosos. O objetivo é analisar a tendência evolutiva das DST em idosos no Brasil e no mundo e identificar os aspectos abordados nas pesquisas desse tema, visando fornecer dados que possam subsidiar políticas públicas voltadas à saúde desses indivíduos. Uma revisão sistemática nas bases de dados Lilacs, IBECS, COCHRANE, Medline, SciELO e PubMed foi realizada. De 979 artigos encontrados, 44 foram incluídos por preencherem os critérios de inclusão. Seis eixos temáticos principais foram identificados, sendo que cada artigo pôde contemplar mais de um: fatores de risco (34 artigos, influência do Sildenafil (18, diagnóstico de DST (20, tratamento (24 e comorbidades relacionadas ao HIV (24 e prevenção de DST (20. Conclui-se que essa faixa etária permanece fora do foco das políticas públicas de promoção da saúde no contexto das DST, ocorrendo a necessidade de conscientização acerca das mudanças de comportamento e perfil epidemiológico nessa população.

  9. Hábitos vocais em dois grupos de idosos Vocal habits in two groups of aged

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elisângela Barros Soares

    2007-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: comparar as diferenças quanto à presença dos hábitos inadequados, as formas de prevenção e os sintomas vocais, mais freqüentes, em dois grupos da terceira idade. MÉTODOS: foi aplicado um questionário com questões do tipo fechada, previamente elaboradas em 45 idosos de ambos os sexos, sendo que apenas um grupo recebeu orientações vocais durante o ano anterior à pesquisa por um profissional fonoaudiólogo. É um estudo descritivo, observacional, transversal. RESULTADOS: de acordo com os resultados, o grupo 2 que recebeu orientação vocal, possui menor freqüência de hábitos inadequados quando comparado ao grupo 1. Quanto às formas de prevenção de distúrbios da voz, a maioria do grupo 1, não possui nenhum cuidado. No grupo 2, já se constata, entre outras formas de prevenção, a referência de realização de treinamento vocal. Com relação à presença de sintomas, o grupo 1 apresentou maior freqüência quanto a cansaço ao falar (50%, dor na garganta (50%, sensação de corpo estranho (67%, do que o grupo 2. CONCLUSÃO: observa-se que houve diferenças quanto hábitos inadequados, formas de prevenção e sintomas nos dois grupos, sendo que o grupo 2 (que recebeu orientação quanto aos cuidados com a voz possui índices menores quanto aos hábitos inadequados e sintomas vocais, ou seja, de acordo com os resultados, orientações sobre saúde vocal em grupos de terceira idade é eficaz.PURPOSE: to compare the differences as for the presence of inadequate habits, forms of prevention and vocal symptoms, more frequent, in two groups of the third age. METHODS: a questionnaire was applied with questions of the closed type, previously elaborated in the 45 aged of both genders, being that only one group received vocal orientation during the previous year the research by a speech therapist professional. It is a study of the descriptive, observational, transversal. RESULTS: of accordance with the results, group 2 that

  10. Prevalência e associações da vertigem posicional paroxística benigna em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Michelle Damasceno Moreira

    2014-10-01

    Full Text Available OBJETIVO:verificar a prevalência da vertigem posicional paroxística benigna e identificar suas prováveis associações em uma população de idosos.MÉTODOS:estudo transversal realizado em idosos, submetidos à avaliação audiológica, questionário e à Manobra de Dix-Hallpilke. Aplicaram-se os testes não paramétricos: Qui-quadrado e regressão multivariada com intervalo de confiança de 95%.RESULTADOS:a amostra final foi de 494 indivíduos, com mediana de idade de 69(64,75- 74,00 anos. Observou-se a prevalência de 23,9% de vertigem posicional paroxística benigna e 51,6% de dor cervical e 37,9% de cefaléia. Houve associação estatisticamente significante entre a vertigem posicional paroxística benigna e dor cervical, gênero e cefaléia nesta população.CONCLUSÃO:conclui-se que nesta população de idosos a prevalência da vertigem posicional paroxística benigna foi de 23,9% e da dor cervical foi de 51,6% e houve associação significante entre a vertigem posicional paroxística benigna com a dor cervical e com o gênero feminino.

  11. Prevalência de fatores de risco cardiovascular em idosos usuários do Sistema Único de Saúde de Goiânia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carla Cristina da Conceição Ferreira

    2010-10-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Os fatores de risco cardiovascular (FRCV apresentam alta prevalência e causam impacto na morbimortalidade de idosos, porém, essa questão ainda se mostra desconhecida entre idosos usuários do Sistema Único de Saúde. OBJETIVO: Investigar a prevalência de FRCV em idosos usuários da atenção básica do Sistema Único de Saúde (SUS em Goiânia - Goiás. MÉTODOS: Estudo transversal com amostragem em múltiplos estágios, realizado por meio de inquérito domiciliar com 418 idosos acima de 60 anos, usuários do SUS da atenção básica de Goiânia. Foram coletados dados socioeconômicos, demográficos, estilo de vida, peso, altura, circunferência da cintura, pressão arterial e uso de medicamentos. Os FRCV investigados foram: hipertensão arterial, diabete melito, obesidade total, obesidade central, dislipidemias, tabagismo, sedentarismo e consumo de bebida alcoólica. Utilizou-se o teste do Qui-quadrado para análises das associações, com significância de 5%. RESULTADOS: As prevalências dos FRCV foram: 80,4% de hipertensão arterial; 83,3% de obesidade central; 59,8% de sedentarismo; 32,2% de obesidade total; 23,4% de dislipidemias; 19,1% de diabete melito; 10,0% de tabagismo e 5,9% de consumo de bebida alcoólica. Quanto à simultaneidade, 2,4% dos idosos não apresentaram FRCV. A simultaneidade de dois ou mais FRCV ocorreu em 87,3% dos idosos e mostra-se com maior frequência entre as mulheres. CONCLUSÃO: Os FRCV ocorrem de maneira simultânea em mais da metade dos idosos, e os mais prevalentes foram: hipertensão arterial, obesidade central e sedentarismo. É preciso intensificar as estratégias de promoção da saúde e prevenção de agravos cardiovasculares em idosos usuários da atenção básica do SUS de Goiânia, principalmente entre aqueles com simultaneidade de FRCV.

  12. Idosos etilistas crônicos: indicações para uma mudança de clave em seu atendimento

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bernadete de Oliveira

    2014-03-01

    Full Text Available Este estudo tem como objetivo apresentar algumas reflexões sobre os avanços obtidos e os limites no atendimento de emergência ao idoso, chamado de etilista crônico, em um serviço público de saúde situado em comunidade de vulnerabilidade social extrema na capital paulistana, correspondendo a um recorte dos resultados dos estudos e práticas envolvidas na dinâmica de tal atendimento, consubstanciado na apresentação de um Estudo de Caso característico. Idoso; Dependência química; Atendimento; Idoso etilista crônico.

  13. Quedas em idosos com Vertigem Posicional Paroxística Benigna Elderly falls associated with benign paroxysmal positional vertigo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Freitas Ganança

    2010-02-01

    Full Text Available Vertigem Posicional Paroxística Benigna (VPPB pode causar quedas, principalmente em pacientes idosos. OBJETIVO: Verificar se o número de quedas em idosos com VPPB diminui após a realização de manobras de reposicionamento de partículas (MRP. MATERIAL E MÉTODO: Estudo retrospectivo em que foram incluídos idosos com VPPB que tenham apresentado queda no último ano. Todos os pacientes submeteram-se à MRP de acordo com o canal semicircular (CSC acometido. Após a abolição da vertigem e do nistagmo de posicionamento, os pacientes foram acompanhados ao longo de 12 meses e investigados em relação ao número de quedas neste período. Para comparar o número de quedas antes e após as MRP utilizou-se avaliação estatística por meio do teste de Wilcoxon. RESULTADOS: Foram incluídos 121 pacientes. Cento e um pacientes apresentaram acometimento do CSC posterior, 16 do lateral e quatro do anterior. Verificou-se redução do número de quedas após as MRP, com diferença estatisticamente significante na amostra geral (pBenign Paroxysmal Positional Vertigo (BPPV can cause falls, especially in the elderly. AIM: to study whether or not elderly patients with BPPV have a reduction on their falls after the particle repositioning maneuver (PRM. MATERIALS AND METHODS: retrospective study including elderly with BPPV who had fall(s during the last year. All patients were submitted to the PRM according to the affected semicircular canal (SCC. After the abolition of positioning vertigo and nystagmus, the patients were submitted to a 12 month follow-up and were investigated about the number of fall(s. Wilcoxon's test was performed to compare the number of fall(s before and after 12 months of the PRM. RESULTS: One hundred and twenty one patients were included in the study. One hundred and one patients presented involvement of the posterior SCC, 16 of the lateral and four of the anterior. We noticed a reduction on the number of falls, with statistically

  14. Preditores cardiovasculares da mortalidade em idosos longevos Cardiovascular mortality predictors in the oldest old

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Pedro Marafon

    2003-06-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho é investigar a associação entre fatores de risco e morbidade cardiovascular com mortalidade em idosos longevos. Noventa e um por cento da população com idade ³ 80 anos (n = 193 de Veranópolis, Rio Grande do Sul, no ano de 1996, foram avaliados para a detecção de fatores de risco e morbidade cardiovascular. Acompanhou-se esta população durante 3 anos e registraram-se os casos de óbitos. Os dados foram analisados por análise univariada e multivariada por regressão logística. Ocorreram 41 (21% óbitos (20 homens e 21 mulheres. As mortes foram distribuídas ao longo do período estudado como se segue: 3 (7,3% no primeiro ano, 8 (19,5% no segundo ano e 30 (73,2% no terceiro ano. Observou-se associação significativa de óbito com as seguintes características: pressão arterial diastólica (PAD, colesterol total (CT, LDL-C, ApoA-I, acidente vascular encefálico prévio (AVC, bloqueio do ramo direito (BRD e hipertrofia ventricular esquerda (HVE ao ECG. Os sobreviventes apresentaram níveis mais elevados de PAD, CT, LDL-C e ApoA-I. AVC, BRD e HVE. A análise multivariada mostrou que as variáveis eram fatores de risco independentes. Os fatores de risco cardiovascular parecem atuar de forma diferenciada em longevos.This article investigates the association between cardiovascular risk factors and cardiovascular morbidity and mortality in the oldest old. In 1996, 91% of the population ³ 80 years of age from Veranópolis, Rio Grande do Sul State, Brazil, were evaluated to detect cardiovascular risk factors and morbidity. The sample was followed up for three years, with the assessment of deaths. The analysis was done using univariate statistics and multivariate logistic regression analysis. There were 41 deaths (21%: 20 men and 21 women. Deaths were distributed by year as follow: 03 (7.3% in the first year, 08 (19.5% in the second, and 30 (73.2% in the third. There was a significant and independent association

  15. Prevalência de fragilidade e fatores associados em idosos comunitários de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil: dados do estudo FIBRA

    OpenAIRE

    Vieira,Renata Alvarenga; Guerra,Ricardo Oliveira; Giacomin,Karla Cristina; Vasconcelos,Karina Simone de Souza; Andrade,Amanda Cristina de Souza; Pereira,Leani Souza Máximo; Dias,João Marcos Domingues; Dias,Rosângela Corrêa

    2013-01-01

    A fragilidade apresenta elevada variabilidade na prevalência e é pouco investigada em países em desenvolvimento. O objetivo deste estudo foi identificar a prevalência e fatores associados à fragilidade em idosos comunitários de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. Aspectos clínicos, funcionais e sociodemográficos foram avaliados. Foi utilizado o modelo de regressão ordinal, para verificar condições associadas à fragilidade e determinar a razão de chance (α = 0,05). A prevalência de pré-...

  16. Prevalência de fragilidade e fatores associados em idosos comunitários de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil: dados do estudo FIBRA

    OpenAIRE

    Vieira, Renata Alvarenga; Guerra, Ricardo Oliveira; Giacomin, Karla Cristina; Vasconcelos, Karina Simone de Souza; Andrade, Amanda Cristina de Souza; Pereira, Leani Souza Máximo; Dias, João Marcos Domingues; Dias, Rosângela Corrêa

    2013-01-01

    A fragilidade apresenta elevada variabilidade na prevalência e é pouco investigada em países em desenvolvimento. O objetivo deste estudo foi identificar a prevalência e fatores associados à fragilidade em idosos comunitários de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. Aspectos clínicos, funcionais e sociodemográficos foram avaliados. Foi utilizado o modelo de regressão ordinal, para verificar condições associadas à fragilidade e determinar a razão de chance (α = 0,05). A prevalência de pré-fragi...

  17. CONHECIMENTOS, ASPECTOS COMPORTAMENTAIS E PERCEPÇÕES DE IDOSOS PORTADORES DO HIV/AIDS ATENDIDOS EM UM CENTRO DE REFERÊNCIA ESTADUAL DO MARANHÃO

    OpenAIRE

    ALLAN SERRA

    2011-01-01

    Este estudo analisou conhecimentos, aspectos comportamentais e percepções dos idosos portadores de HIV / AIDS atendidos em um centro de referência estadual do Maranhão. Trata-se de um estudo epidemiológico, transversal, descritivo, com abordagem quantiqualitativa. Foram incluídos todos os pacientes portadores do HIV/ AIDS com idade igual a ou maior de 60 anos, em tratamento no Hospital Presidente Vargas, em São Luís-MA, entrevistados entre os meses de janeiro e junho de 2010, num total de 46 ...

  18. Revisão sistemática sobre os efeitos da reabilitação vestibular em adultos de meia-idade e idosos

    OpenAIRE

    Ricci,Natalia A.; Aratani,Mayra C.; Doná,Flávia; Macedo,Camila; Caovilla,Heloísa H.; Ganança,Fernando F.

    2010-01-01

    OBJETIVO: Sistematizar os resultados de ensaios clínicos sobre reabilitação vestibular (RV) em indivíduos de meia-idade e idosos com distúrbios vestibulares. MÉTODOS: A busca de publicações sobre a RV em indivíduos com distúrbios vestibulares foi realizada nas bases de dados LILACS, EMBASE, MEDLINE, SciELO, Cochrane, ISI Web of Knowledge e bibliotecas virtuais de teses e dissertações. Foram selecionados ensaios clínicos aleatórios e controlados dos últimos 10 anos em língua inglesa, portugues...

  19. Adaptações neuromusculares ao treinamento de força e concorrente em homens idosos.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eduardo Lusa Cadore

    2012-06-01

    Full Text Available DOI: http://dx.doi.org/10.5007/1980-0037.2012v14n4p483 O objetivo desse estudo foi revisar os resultados acerca das adaptações neuro-musculares ao treinamento de força (TF e concorrente (TC em homens idosos. Foram consultadas as bases de dados da Pubmed, Scopus e Scielo de 1980 a 2012. A partir dessa busca, 3390 artigos tiveram seus títulos avaliados e 127 foram selecionados para uma segunda análise para leitura dos abstracts. Destes, 92 artigos foram lidos completamente e 25 artigos foram selecionados e tiveram seus resultados descritos. Diversos estudos demonstraram  que idosos submetidos ao TF apresentam aumento na força, potência, ativação e massa muscular. A melhora na força decorrente do TF pode ser explicada através de adaptações neurais e morfológicas. As principais adaptações neurais ao TF consistem no aumento no recrutamento das unidades motoras (UMs, bem como no aumento na freqüência de disparo das UMs. Já as adaptações morfológicas incluem o aumento da área de secção transversa (AST fisiológica muscular, bem como no aumento na espessura muscular, ângulo de penação das fibras e modificações nas isoformas de cadeia pesada de miosina e conversão de fibras do subtipo IIX para IIa. Recomenda-se a inclusão do TF de intensidade moderada a alta (65-85% da força máxima na rotina dessa população para a melhora da função neuromuscular. Embora o TC promova adaptações neuromusculares significativas, a magnitude dessas adaptações pode ser inferior quando comparada ao TF. Apesar de o TC resultar em interferência nas adaptações neuromusculares, o TC também promove melhora na função cardiovascular, sendo essa intervenção mais recomendada para promoção da saúde em idosos.

  20. Aconselhamento por profissionais de saúde e comportamentos saudáveis entre idosos: estudo de base populacional em Pelotas, sul do Brasil, 2014

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thaynã Ramos Flores

    2018-02-01

    Full Text Available Resumo Objetivo: analisar a associação entre recebimento de orientações por profissionais de saúde e comportamentos saudáveis entre idosos. Métodos: estudo transversal de base populacional com idosos (≥60 anos entrevistados em 2014; utilizou-se regressão de Poisson para estimar razões de prevalência (RP brutas e ajustadas das associações entre recebimento de orientações sobre redução do sal, açúcar e gordura, e prática de atividade física, disponibilizadas por profissionais de saúde no ano anterior à entrevista, e apresentação de comportamentos saudáveis. Resultados: foram incluídos 1.281 idosos; após os ajustes, idosos que referiram receber orientações de profissionais de saúde relataram redução do consumo de sal (RP 1,64; IC95% 1,41;1,91 e de açúcar e doces (RP 1,21; IC95% 1,08;1,36 e maior prática de atividade física (RP 1,21; IC95% 1,06;1,39, em comparação aos idosos que não receberam orientação. Conclusão: as orientações realizadas por profissionais de saúde parecem favorecer a prática de hábitos saudáveis em idosos.

  1. Estressores e atenuantes de estresse entre idosos em tratamento hemodialítico = Stressors and stress attenuating factors among elderly subjects in hemodialysis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Stumm, Eniva Miladi Fernandes

    2013-01-01

    Full Text Available Objetivo: Conhecer e analisar estressores e fatores atenuantes do estresse vivenciados por idosos que realizam hemodiálise. Materiais e Métodos: Estudo qualitativo, com 15 idosos, realizado em 2010, em uma Unidade Renal hospitalar do noroeste do Rio Grande do Sul. Instrumentos de coleta de dados: entrevista semiestruturada, dados de caracterização e observações em diário de campo. Análise dos resultados seguiu preceitos da análise de conteúdo. Resultados: O idoso pesquisado convive com vários estressores no seu cotidiano: restrições alimentar e hídrica, não poder trabalhar, dificuldade de aceitar a doença e tratamento, deslocamento para tratamento, fraqueza, dispneia, disfunção erétil, déficit visual, a própria fístula arteriovenosa e/ou cateter vascular, medo da máquina dialisadora, sentimento de culpa, mudanças na autoimagem, autoestima, perda de autonomia. Os atenuantes de estresse compreendem: apoio da família, resignação, aceitação, crença religiosa e expectativa de transplante renal. Conclusão: O estudo possibilita a identificação de estressores e fatores atenuantes de estresse nos idosos pesquisados

  2. O impacto do projeto ações sociais e de saúde em gerontologia/Univates (RS para idoso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bibiana Bünecker Martinez

    2017-12-01

    Full Text Available O século XXI vem sendo significativamente marcado pelo envelhecimento populacional. No Vale do Taquari o número de habitantes idosos já supera a média nacional, caracterizando 14% da população total, segundo o Censo de 2010. O Projeto Ações Sociais e de Saúde em Gerontologia, da Univates, trabalha com o público idoso desta região desde 2014. O objetivo deste trabalho foi avaliar o impacto social de tal projeto, junto aos participantes, no ano de 2016. Os idosos responderam sobre suas satisfações em relação ao retorno das avaliações de saúde realizadas, aos temas e informações prestadas durante as oficinas e em relação ao impacto do projeto na vida deles. A média das respostas apontam que os idosos consideraram as ações ótimas.

  3. Internações e complicações apresentadas por idosos em hospital de referência em doenças infecciosas.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gabriella Xavier Barbalho Mesquita

    2015-01-01

    Full Text Available Justificativa e Objetivos: A mortalidade por doenças infecciosas vem declinando, entretanto, permanece como um desafio para a Saúde Pública Nacional, devido à persistência de níveis elevados de doenças associadas à pobreza e exclusão social. Deste modo, o objetivo do estudo é identificar as causas de internação dos idosos e as complicações apresentadas em hospital de infectologia do Rio Grande do Norte, Brasil e avaliar o custo financeiro das internações. Métodos: Estudo seccional realizado com idosos internados no Hospital Giselda Trigueiro do ano 2005 a 2010, por meio da análise de prontuários. As variáveis dependentes foram: “consequência da internação” e “custo financeiro”. Foram realizados teste qui-quadrado determinar a associação entre as variáveis e a análise do efeito independente das variáveis intervenientes sobre o desfecho foi realizada através da regressão logística múltipla. Resultados: A idade média foi 72,4 anos e predominaram homens. Diagnósticos prevalentes: Infecção pulmonar não tuberculosa; Infecções de pele e partes moles e Tuberculose pulmonar e extrapulmonar. Na análise múltipla com a variável “consequência da internação”, foram significativas: ventilação mecânica, sonda nasogástrica e entérica, hemorragia digestiva alta e insuficiência renal aguda. Para “custo financeiro”, as variáveis infecção pulmonar não tuberculosa, tuberculose pulmonar e extrapulmonar, sonda vesical de demora e ventilação mecânica permaneceram significativas. Conclusões: O predomínio de infecções respiratórias aponta para a necessidade de medidas preventivas que devem ocorrer no nível da atenção primária à saúde e consequentemente reduzindo a demanda pela atenção especializada. DESCRITORES: Idoso; Hospitalização; Saúde do Idoso; Custos hospitalares; Doenças transmissíveis.

  4. NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA, POR ACELEROMETRIA, EM IDOSOS DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO: ESTUDO SABE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Rodrigues Bueno

    2016-04-01

    Full Text Available Introdução: Estudos populacionais utilizam, geralmente, métodos indiretos de estimativa do nível de atividade física (NAF da população. Entretanto, o erro de medida, principalmente quando se trata da população idosa, é grande. Estudos nacionais que usam medidas objetivas são escassos. Objetivo: Este estudo buscou descrever o perfil de prática de atividade física (AF da população idosa do município de São Paulo utilizando-se acelerometria. Métodos: Este trabalho faz parte do estudo SABE, desenvolvido na capital do Estado de São Paulo e analisou os dados de 568 idosos (≥ 65 anos. O acelerômetro da marca Actigraph foi utilizado durante 3 dias consecutivos. Os idosos foram classificados segundo o NAF de acordo com as recomendações atuais de AF. O NAF foi descrito (média e IC 95% segundo sexo e grupos etários (< 70 anos, 70 a 79 anos e ≥ 80 anos. As proporções de idosos em cada grupo de NAF foram descritas em termos relativos (%. As diferenças entre os grupos foram estimadas utilizando-se o teste generalizado de igualdade entre médias de Wald. Resultados: Os idosos considerados sedentários representaram 63,1% (48,3% dos homens e 71,7% das mulheres e apresentaram média de idade maior; houve prevalência de 25,7% dos homens e 8,13% das mulheres classificados como fisicamente ativos, o que corresponde a apenas 14,6% do total de idosos. Os idosos gastam, em média, 12,6 (IC 95% 10,6 - 13,7 minutos por dia em atividades físicas consideradas de intensidade moderada e/ou vigorosa. A proporção de idosos fisicamente ativos é menor quanto maior for a idade. Conclusão: O NAF da população idosa do Município de São Paulo é baixo e considerado insuficiente, principalmente para o sexo feminino. Assim, houve maior proporção de idosos considerados sedentários e insuficientemente ativos quando comparados aos ativos.

  5. Qualidade de vida, ambiente laboral e regulação emocional em cuidadores formais de idosos na valência lar: um estudo exploratório

    OpenAIRE

    Coelho, Maria Manuela Soares

    2011-01-01

    No actual contexto, inserido numa sociedade contemporânea, torna-se cada vez mais importante compreender o profissional prestador de cuidados de idosos em toda a sua dimensão: psicológica, emocional, física e social. O presente trabalho pretende caracterizar o cuidador formal de idosos na valência Lar, nas suas vertentes sócio-demográfica, qualidade de vida física e mental, qualidade do ambiente laboral e estratégias de regulação emocional. Investigamos também a ideia de que a ...

  6. Suporte Social, Sintomas de Ansiedade e Depressão e Satisfação com a Vida em Idosos sob Resposta Social

    OpenAIRE

    Pardal, Alexandra

    2011-01-01

    A investigação tem mostrado a importância do suporte social sobre a saúde mental, mas esse estudo não foi ainda feito em Portugal com idosos. Assim, é nosso objectivo estudar a relação entre a percepção do suporte social, a satisfação com a vida, os sintomas ansiosos e os sintomas depressivos. Recolhemos uma amostra composta por 46 sujeitos idosos, com idades compreendidas entre os 65 e os 95 anos. Utilizámos o Geriatric Anxiety Inventory (GAI) e Geriatric Depression Scale (GDS) para avaliaçã...

  7. Comparação de dois protocolos de exercícios físicos sobre capacidades físicas e cognitivas em idosos longevos: um estudo randomizado controlado

    OpenAIRE

    Juliana Hotta Ansai

    2014-01-01

    Objetivo: Comparar os efeitos de treinamentos multicomponente e resistido em 16 semanas e do destreino em seis semanas em idosos longevos da comunidade, sobre a cognição, os sintomas depressivos e as variáveis físicas relacionadas a quedas. Método: Foi realizado um ensaio clínico randomizado com 69 idosos da comunidade, com idade acima de 80 anos e sem diagnóstico de distúrbio cognitivo. Os participantes foram distribuídos em três grupos (Multicomponente, Resistido e Controle). O Grupo Multic...

  8. Fatores terapêuticos identificados em um grupo de Promoção da Saúde de Idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alyne Leite Gomes Nogueira

    2013-12-01

    Full Text Available O objetivo do estudo foi identificar fatores terapêuticos presentes em grupo de promoção da saúde de idosos. Estudo descritivo exploratório com abordagem qualitativa, cujos dados foram coletados por meio de grupos focais realizados com participantes do grupo e suas coordenadoras, entre dezembro de 2010 e abril de 2011. Os dados foram submetidos a análise de conteúdo, modalidade temática. Os achados mostraram convergência de respostas entre os participantes da pesquisa, indicando ressonância e complementaridade na identificação dos fatores terapêuticos coesão, instilação de esperança, socialização, compartilhamento de informações, fatores existenciais, altruísmo, aprendizagem interpessoal e universalidade. A identificação desses vários fatores no grupo estudado comprova seu potencial terapêutico, especialmente por atender as necessidades dos idosos, mantê-los saudáveis, fortalecer o sentimento de amor pela vida e pertença a um grupo social.

  9. Razão cintura-estatura como marcador antropométrico de excesso de peso em idosos brasileiros

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Mara Corrêa

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi identificar o ponto de corte da razão cintura-estatura (RCE com melhor sensibilidade, especificidade e acurácia para a população idosa brasileira utilizando o índice de massa corporal (IMC como referência antropométrica. A amostra representativa da população brasileira foi composta por 5.428 indivíduos idosos, participantes de um inquérito epidemiológico. As variáveis avaliadas foram peso, altura e circunferência da cintura (CC. A RCE foi avaliada tendo como padrão-ouro o IMC utilizando duas propostas de classificação do estado nutricional para a população idosa. O ponto de corte ideal da RCE mostrando simultaneamente a mais alta sensibilidade e especificidade foi determinado utilizando a curva ROC (receiver operating characteristic. Sensibilidade entre 94,9% e 98,4%, especificidade variando de 43% a 55,4% e valores da área sob a curva ROC entre 0,878 e 0,883 foram identificados para o ponto de corte de 0,55. Recomenda-se a utilização da RCE na prática clínica por sua simplicidade e pelo bom poder de detecção de excesso de peso em idosos.

  10. Doença aterosclerótica em grupo populacional de idosos, na cidade de Curitiba - Paraná

    OpenAIRE

    Galera, Siulmara Cristina

    2012-01-01

    Resumo: O aumento da populaçao geriatrxca e a alta incidência de doença aterosclerótica levaram-nos à realização de estudo epidemiológico nesta faixa etária. Os objetivos foram: estabelecer o perfil lipídico em idosos isentos ou não de complicações da aterosclerose; comparar com população de adultos jovens (trabalho realizado neste serviço usando mesma metodologia); avaliara relação do HDL-colesterol com outros fatores de risco e discutir a importância e validade das medidas preventivas da do...

  11. Reabilitação audiológica em pacientes idosos Auditory rehabilitation in elderly patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariana Ribeiro de Almeida

    2009-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: O objetivo deste trabalho é comparar o perfil dos idosos que participaram de sessões de aconselhamento após a aquisição da prótese auditiva em um centro auditivo de Curitiba (PR, com aqueles que não retornaram após a primeira ou segunda sessão de aconselhamento. MÉTODOS: Fizeram parte deste estudo 45 idosos com presbiacusia que adquiriram prótese auditiva em um centro auditivo de Curitiba (PR. A amostra foi dividida em dois grupos: o Grupo 1, Controle, composto por 30 idosos que participaram de cinco sessões de aconselhamento após o recebimento da prótese, e o Grupo 2, Experimental, formado por 15 idosos que participaram somente da primeira e/ou segunda reunião de aconselhamento. Foram utilizadas as perguntas do protocolo de entrevista inicial, para o levantamento dos dados. RESULTADOS: Foram encontradas diferenças entre o perfil do Grupo 1 e do 2. Dos 11 aspectos levantados, houve diferenças em oito deles, no que se refere a: antecedentes familiares de perda auditiva, usuários antigos de aparelhos auditivos, grau da perda, estado emocional, relacionamento familiar, vida social, privações decorrentes da deficiência e habilidades de manuseio da prótese auditiva. CONCLUSÕES: O estudo mostra que o grupo que participou de todas as sessões tem um perfil diferente daquele que só participou do primeiro e/ou segundo encontro, sendo que os aspectos levantados parecem ter influenciado na decisão dos integrantes do segundo grupo de continuar as sessões de aconselhamento.PURPOSE: The aim of this study was to compare the profile of elderly people who participated in five counseling sessions after the purchase of hearing aids in an auditory center of Curitiba (PR, to that of those who did not return after the first or second session. METHODS: Forty five elderly subjects with presbycusis from an auditoy center of Curitiba (PR participated in this study. The sample was divided into two groups: Group 1, Control, composed by

  12. Avaliação da influência do treinamento resistido de força em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pedro de Paula Leite Aguiar

    2015-02-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi avaliar as modificações morfofuncionais perante a aplicação de sobrecargas sobre o organismo, através do emprego de um programa de treinamento resistido direcionado a idosos, e a influência deste sobre suas vidas. Através dos achados analisados, podemos inferir que a proposta metodológica usada proporcionou uma melhora na força no teste de esforço em uma repetição máxima (1RM no exercício supino reto, no teste de agachamento com o peso corporal executado durante 1 minuto, ocorrendo também alterações morfológicas expressivas.  

  13. "Acidentes domésticos em idosos com diagnóstico de demência atendidos em um ambulatório de Ribeirão Preto, SP"

    OpenAIRE

    Celmira Lange

    2005-01-01

    O estudo teve por objetivo descrever os acidentes domésticos ocorridos com idosos portadores do diagnóstico de demência, relacionando estes às suas condições de vida. Trata-se de um estudo descritivo e seccional, realizado no período de 2001 a 2002. Participaram do estudo 110 idosos demenciados, residentes na zona urbana de Ribeirão Preto, SP, atendidos em um ambulatório terciário de um hospital público. Os dados foram coletados no domicílio por meio de entrevistas, previamente agendadas, com...

  14. Os investimentos públicos em saúde e a mortalidade dos idosos no sul do Brasil:uma análise regionalizada

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marilia Patta Ramos

    2010-05-01

    Full Text Available Este artigo teve como objetivo examinar o efeito dos investimentos públicos em saúde na mortalidade dos idosos no Rio Grande do Sul, controlando-se pelas características socioeconômicas dos municípios. A base de dados foi extraída do Censo Demográfico do IBGE de 2000 e do Datasus, o qual inclui informações sobre recursos regionais para a saúde em 7 meso-regiões do RS. Foi criada uma tipologia para classificar as regiões do RS com base na taxa de dependência idosa. Modelos de regressões lineares estimaram o efeito dos investimentos públicos na mortalidade dos idosos separadamente por grupos de taxa de dependência controlando-se pelo PIB per capita, o índice de Gini, renda per capita, média de anos de estudo e a taxa de urbanização (variáveis independentes. Apesar de ter a expectativa de vida mais alta do Brasil, os resultados desse estudo revelam significativa diferença na mortalidade dos idosos entre as 7 meso-regiões que compõem o Estado do Rio Grande do Sul. os resultados mostram que os investimentos públicos federais em saúde são maiores em regiões com baixa taxa de dependência idosa. Também observamos uma associação frágil entre os investimentos públicos em saúde e a mortalidade dos idosos.

  15. Consumo de medicamentos por idosos segundo prescrição médica em Jaú-SP

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    A. C. Marques

    2009-01-01

    Full Text Available

    Realizou-se este trabalho com o objetivo de conhecer as interações medicamentosas mais freqüentemente ocorridas no consumo de medicamentos por prescrição médica entre os idosos atendidos na rede municipal de saúde de Jaú-SP. Sabe-se que são os idosos que convivem mais freqüentemente com problemas crônicos de saúde, o que os leva a uma maior utilização de serviços de saúde e a um elevado consumo de medicamentos. Na presença de doenças concomitantes e na conseqüente prática da politerapia, aumenta a probabilidade de ocorrência de reações adversas e interações medicamentosas. A população estudada foi de 148 idosos com 65 anos ou mais, que compareceram à farmácia do Núcleo de Gestão Assistencial (NGA-25 da cidade de Jaú, no período de agosto a dezembro de 2004. Os dados foram coletados através da prescrição médica e as variáveis estudadas foram o sexo e a idade. Quanto aos medicamentos foram classificados, segundo a classe farmacológica e as interações medicamentosas.Como resultados observouse que consumo de medicamentos segundo o sexo foi de 3,8 medicamentos entre as mulheres e 3,9 entre os homens. Quanto a idade, o maior consumo foi no grupo de 75 a 84 anos, com 4,2 medicamentos. As classes terapêuticas mais prescritas, em ordem decrescente de ocorrência, foram: anti-hipertensivos, 25,0%, cardioterápicos, 15,5%, diuréticos, e antidiabéticos, 10,7%. Concluiu-se que as classes terapêuticas mais envolvidas com interações foram os cardioterápicos, diuréticos e antihipertensivos. Os princípios ativos mais problemáticos foram digoxina, amiodarona, furosemida, captopril, propranolol e nifedipina. Palavras-chave: Consumo medicamento, prescrição medicamento, idosos, interações medicamentos.

  16. Uso de psicofármacos entre idosos residentes em comunidade: prevalência e fatores associados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariza Miranda Abi-Ackel

    Full Text Available RESUMO: Objetivo: Investigar a prevalência e os fatores associados ao uso de psicofármacos entre idosos. Métodos: O estudo, realizado em 2003, baseou-se no Inquérito de Saúde da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH. Participaram do estudo 1.635 idosos (60 anos ou mais residentes nos municípios da RMBH, selecionados por meio de amostra probabilística complexa. Modelos de regressão logística foram utilizados para identificar os fatores associados ao uso de psicofármacos, considerando o nível de significância de 5,0%. Resultados: A prevalência de uso de psicofármacos foi de 13,4%, sendo 8,3% para uso de benzodiazepínicos e 5,0% para antidepressivos. Os fatores independentemente associados ao uso de psicofármacos foram sexo feminino (OR = 2,20; IC95% 1,49 - 3,27, relato de diagnóstico médico para depressão (OR = 6,42; IC95% 4,31 - 9,55, ter realizado 5 ou mais consultas médicas nos últimos 12 meses (OR = 2,15; IC95% 1,32 - 3,53 e afiliação a plano de privado saúde (OR = 2,69; IC95% 1,86 - 3,88. Conclusão: A prevalência observada foi semelhante ao verificado entre idosos brasileiros e o padrão de associações detectado foi consistente com o observado em populações idosas de países de maior renda, sendo o relato de diagnóstico médico para depressão o fator mais fortemente associado ao uso de psicofármacos.

  17. Automedicação em idosos de um Programa Saúde da Família, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sally Cristina Moutinho MONTEIRO

    2014-12-01

    Full Text Available Na população idosa, estudos apontam a predominância do uso de medicamentos prescritos, bem como consumo de medicamentos sem prescrição de um profissional de saúde habilitado (automedicação, o que leva a potenciais riscos de interações com os medicamentos prescritos, reações adversas e intoxicações. O presente estudo teve como objetivo identificar a prevalência da automedicação, os fatores determinantes nesta prática, e os principais medicamentos consumidos sem prescrição médica em uma população de idosos. Estudo transversal, com amostra aleatória simples realizada em uma Unidade de Estratégia de Saúde da Família de São Luís/MA. Foram entrevistados 100 idosos (63% do sexo feminino e 37% do sexo masculino, onde 72% referiram uso contínuo de pelo menos um medicamento, desses 33% relataram consumo exclusivo de medicamentos prescritos e 67%, uso simultâneo de prescritos e não prescritos. Os medicamentos sem prescrição mais utilizados foram os analgésicos (46,15% e os anti-inflamatórios (22,31%. As causas mais citadas para a prática de automedicação foi à dor (65,26%, seguida da febre (16,26% e gripe (7,37%. Verificou-se que há grande prevalência da automedicação neste grupo, sendo os analgésicos os mais utilizados e a dor é o sintoma mais relatado no que concerne à automedicação. Deste modo, a atenção farmacêutica deve ser considerada uma das prioridades no atendimento aos idosos, com intuito de garantir o acesso adequado aos medicamentos e o uso racional desses

  18. Análise de fatores extrínsecos e intrínsecos que predispõem a quedas em idosos Analysis of extrinsic and intrinsic factors that predispose elderly individuals to fall

    OpenAIRE

    Sionara Tamanini de Almeida; Cristina Loureiro Chaves Soldera; Geraldo Attilio de Carli; Irênio Gomes; Thais de Lima Resende

    2012-01-01

    OBJETIVO: Analisar, em uma amostra de idosos de Porto Alegre, RS, os fatores intrínsecos e extrínsecos que predispõem ao risco de queda e fraturas. MÉTODOS: O estudo contou com uma amostra aleatória de 267 idosos, aos quais foram aplicados dois testes de equilíbrio: o Teste do Alcance Funcional (TAF) e o Timed Up and Go Test (TUG). Os idosos também responderam a um questionário (13 questões divididas em quatro categorias) sobre fatores sociodemográficos e sobre a saúde. RESULTADOS: Participar...

  19. Notifications of femur fractures in an elderly northeastern capital: in the years 2008 to 2012 Notificações de fraturas do fêmur em idosos de uma capital nordestina: nos anos de 2008 a 2012

    OpenAIRE

    Sérgio Augusto Paredes Moreira; Janaine Christine Silva; Laysa Bianca Gomes Lima; Éder Gonçalves Miranda; Luípa Michele Silva; Maria Adelaide Silva Paredes Moreira

    2015-01-01

    Objetivo: apresentar notificações de fraturas de colo do fêmur em idosos. Método: estudo retrospectivo documental a partir do Sistema de Indicadores de Saúde e Acompanhamento de Políticas do Idoso sobre as fraturas de fêmur, abrangendo: internações; proporção de internações e taxa de internações segundo sexo. Resultados: de 2008 a 2012 foram registrados 1.200 procedimentos relacionados às fraturas, dentre as quais 687 foram em idosos. Nota-se que no ano de 2009 houve um maior número de intern...

  20. Perfil nutricional de pacientes adultos e idosos admitidos em um hospital universitário = Nutritional status of adults and elderly patients admitted in an university hospital

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Crestani, Nathálie

    2011-01-01

    Full Text Available Objetivo: Identificar o perfil nutricional de pacientes adultos e idosos admitidos em um hospital universitário. Materiais e Métodos: Trata-se de um estudo transversal, retrospectivo e descritivo. Foram utilizados para avaliação nutricional o Índice de Massa Corporal (IMC e a Avaliação Subjetiva Global (ASG, que classifica o paciente em três categorias: bem nutrido (A, moderadamente ou suspeita de ser desnutrido (B ou gravemente desnutrido (C. Os dados (ASG, IMC e condição primária foram coletados a partir de informações dos formulários de avaliação nutricional preenchidos na rotina assistencial, aplicados em até setenta e duas horas após a interação do paciente. Esse estudo foi aprovado pela Comissão Científica e pelo Comitê de Ética em Pesquisa da PUCRS. Resultados: O estudo incluiu 32 adultos e 36 idosos (n=68. Em relação à ASG, 46,9% dos adultos foram classificados na categoria A e 53,1% na categoria B. Entre os idosos, 25% foram classificados na categoria A e 75% na categoria B. O IMC apontou 37,5% dos adultos como eutróficos e 62,5% como sobrepeso e/ou obesidade; os idosos apresentaram 50% de eutrofia, 36,1% de sobrepeso e 13,9% de baixo peso. Conclusão: O perfil nutricional dos pacientes estudados foi caracterizado pela alta prevalência de risco nutricional e sobrepeso/obesidade concomitantes nos dois grupos estudados. Esta realidade parece traduzir, em nível hospitalar, a situação de transição nutricional vivida em nosso país na atualidade. Os resultados evidenciam a importância da utilização de mais de um método de triagem nutricional em pacientes internados em unidades hospitalares, para obter-se maior precisão na avaliação

  1. Os testes de equilíbrio Alcance Funcional e “Timed Up and Go” e o risco de quedas em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Paula Silva Campos

    2014-03-01

    Full Text Available O risco de quedas aumenta com o envelhecimento, tornando-se problema de saúde pública. O estudo atual teve como objetivo identificar os fatores de risco de quedas em indivíduos idosos e analisar se os testes de equilíbrio, Teste de Alcance Funcional (TAF e “Timed Up and Go” (TUG, identificam aqueles com maior susceptibilidade a cair. Realizou-se estudo prospectivo, transversal e observacional, com 155 idosos (≥60 anos, sendo 131 mulheres e 24 homens, atendidos em hospital público de Brasília (DF. Estes idosos foram divididos em dois grupos: grupo 1, com os que referiram queda nos últimos 12 meses; e grupo 2, com aqueles que negaram queda no mesmo período. Foram aplicados, além de um questionário para identificar os fatores de risco de quedas, dois testes para avaliar o equilíbrio (TAF e TUG. A idade média dos idosos estudados foi de 70,65 ± 7,52 anos, sendo que 38,7% deles relataram queda nos últimos 12 meses. A incidência de quedas foi significativamente maior no sexo feminino, nos que relataram medo de queda e nos que usavam polifarmácia. Na análise multivariada, a polifarmácia foi o único fator de risco independente associado ao evento quedas. Os testes de equilíbrio TAF e TUG não se correlacionaram significativamente com a ocorrência de quedas. Concluiu-se que a polifarmácia foi o único fator de risco independente associado a quedas, e que os testes de equilíbrio TAF e TUG não identificaram os idosos com maior susceptibilidade a cair.

  2. Cuidadores informais de idosos em pós-operatório de cirurgia de fêmur proximal: prevenção de novas quedas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marla Andréia Garcia de Avila

    2015-06-01

    Full Text Available Os objetivos foram caracterizar sociodemograficamente os cuidadores informais de idosos vítimas de queda seguida por fratura de fêmur proximal e verificar o conhecimento mínimo que possuíam acerca da prevenção de novas quedas, assim como caracterizar a relação entre esse conhecimento e o emprego de medidas preventivas. Trata-se de estudo transversal, com amostragem intencional, realizado em 12 meses, incluindo 89 cuidadores. Predominaram cuidadores do sexo feminino (76,4% e filhas(os (64%. A modificação ambiental foi a medida preventiva predominante apontada por eles (88,2%. Houve associação significativa (p = 0,002, entre os 58,1% dos cuidadores que achavam ser possível prevenir quedas e os relatos sobre mudanças na casa e/ou rotina do idoso. Observou-se que cuidadores informais que apresentavam conhecimento sobre prevenção de quedas em idosos, mesmo que incompletos, empregavam medidas de prevenção para novos eventos. Esses achados sinalizam que o número de quedas entre idosos pode ser reduzido significantemente se os programas de atenção à saúde ampliarem suas ações apoiando-as no modelo de prevenção de quedas da Organização Mundial de Saúde.

  3. Prazer e sofrimento no cuidado ao idoso em instituição de longa permanência: percepção dos trabalhadores de enfermagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pâmela Patricia Mariano

    Full Text Available RESUMO Objetivo: Identificar as situações geradoras de prazer e sofrimento no cuidado aos idosos institucionalizados na perspectiva dos trabalhadores de enfermagem. Métodos: Estudo exploratório-descritivo e qualitativo, com trabalhadores de enfermagem de Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPI. Os dados foram submetidos à análise de conteúdo e à Teoria da Psicodinâmica do Trabalho de Dejours. Resultados: O prazer ocorre diante do reconhecimento dos trabalhadores por parte dos idosos, na contribuição para a melhora clínica destes e na criação de vínculo entre eles. O sofrimento é vivenciado pelos profissionais frente ao distanciamento familiar, o declínio funcional dos idosos que leva a sua morte e por conviverem com os comportamentos resistentes dos mesmos. Conclusões: Os trabalhadores de enfermagem em ILPI vivenciam sentimentos ambíguos. Destaca-se a ressignificação do sofrimento como forma de alcançar o equilíbrio na relação trabalho-saúde-adoecimento. O estudo fornece subsídios para a discussão sobre essa relação no cuidado de enfermagem em ILPI.

  4. Identificação do diagnóstico de enfermagem "risco de quedas em idosos com acidente vascular cerebral"

    OpenAIRE

    Morais, Huana Carolina Cândido; Holanda, Gabrielle Fávaro; Oliveira, Ana Railka de Souza; Costa, Alice Gabrielle de Sousa; Ximenes, Camila Monique Bezerra; Araujo, Thelma Leite de

    2012-01-01

    Estudo proposto para verificar a presença do diagnóstico de enfermagem (DE) "Risco de quedas de idosos com acidente vascular cerebral (AVC)". Trata-se de estudo observacional, exploratório, transversal, com análise descritiva, realizado em uma associação beneficente de reabilitação em Fortaleza/CE, Brasil, de janeiro a março de 2010, por fonte primária, com entrevista e exame físico, com idosos que tiveram pelo menos um episódio de AVC. Participaram 37 indivíduos: 20 (54,1%) mulheres, média d...

  5. Influência da realidade virtual na dor em idosos com doença de Parkinson: um ensaio clínico randomizado e controlado

    OpenAIRE

    Matheus Silva D’Alencar

    2014-01-01

    A dor em indivíduos com doença de Parkinson pode ser consequente a uma série de fatores, desde relacionados a patologias neuronais até musculoesqueléticas. Não há consenso em relação ao tratamento da dor nesta condição, e exercícios associados à realidade virtual podem ser uma intervenção efetiva. O objetivo deste estudo foi verificar o efeito do uso de um recurso de realidade virtual não imersiva na dor de idosos com doença de Parkinson. A amostra foi composta por 29 idosos com diagnóstico c...

  6. Notifications of femur fractures in an elderly northeastern capital: in the years 2008 to 2012 Notificações de fraturas do fêmur em idosos de uma capital nordestina: nos anos de 2008 a 2012

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sérgio Augusto Paredes Moreira

    2015-12-01

    Full Text Available Objetivo: apresentar notificações de fraturas de colo do fêmur em idosos. Método: estudo retrospectivo documental a partir do Sistema de Indicadores de Saúde e Acompanhamento de Políticas do Idoso sobre as fraturas de fêmur, abrangendo: internações; proporção de internações e taxa de internações segundo sexo. Resultados: de 2008 a 2012 foram registrados 1.200 procedimentos relacionados às fraturas, dentre as quais 687 foram em idosos. Nota-se que no ano de 2009 houve um maior número de internações em mulheres com uma proporção de 2,53 e taxa de internação de 29,45; em 2010 a proporção de internações em mulheres foi de 1,67. Conclusão: a fratura é um problema de saúde pública, embora seja considerado um evento da terceira idade, gera consequências como: medo de andar, perda da capacidade de realizar atividades diárias, diminuição na qualidade de vida, além de ser a principal causa de hospitalização e morte entre idosos. Descritores: Fraturas do Fêmur.  Idoso. Assistência a Idosos.

  7. Atividade física e desempenho em tarefas de funções executivas em idosos saudáveis: dados preliminares Physical activity and performance in executive function tasks in healthy older adults: preliminary data

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andreza Giuliane Guimarães Moreira

    2010-01-01

    Full Text Available CONTEXTO: A atividade física parece exercer um efeito positivo sobre vários processos cognitivos em idosos. Entretanto, pouco se sabe sobre o impacto da atividade física sequencial, como a dança, sobre as funções executivas dos idosos. OBJETIVO: Avaliar a relação entre o tipo de atividade física praticada e o desempenho em tarefas de funções executivas em idosos. MÉTODOS: Participaram do estudo 35 idosos entre 60 e 69 anos de idade. O grupo controle (GC foi composto por idosos sedentários; o grupo ativos (GA foi composto por idosos praticantes de atividade física; o grupo dança (GD foi composto por idosos praticantes de atividade física idêntica ao GA acrescido da prática de dança sênior. Após uma triagem inicial, todos os participantes foram submetidos a testes de funções executivas. RESULTADOS: Comparado aos demais grupos, o GD apresentou melhor desempenho em termos de (1 planejamento, medida essa observada no teste da Torre de Londres e (2 controle inibitório, por meio do teste de Stroop. CONCLUSÕES: Os resultados preliminares encontrados sugerem uma especificidade da atividade física sobre o desempenho de determinadas funções executivas. A perspectiva é de que com uma maior amostra esses achados sejam mantidos.BACKGROUND: Physical activity seems to produce positive effects on many cognitive processes in elderly people. Nevertheless, little is known about the impact of sequential physical activity, such as dancing, on the executive functions in older adults. OBJECTIVE: To evaluate, in elderly people, the relation between the type of physical practice and the performance in executive functions. METHODS: Thirty five older adults, age 60-69, participated in this study. The control group (CD was composed by sedentary participants; the physical activity group (PAG was composed by practitioners of physical activity; the dance group (DG was composed by practitioner of identical physical activity to the PAG plus practice

  8. Pesquisa e atividades de extensão em fitoterapia desenvolvidas pela Rede FitoCerrado: uso racional de plantas medicinais e fitoterápicos por idosos em Uberlândia-MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    H.L. Machado

    2014-09-01

    Full Text Available Este estudo objetivou realizar atividades de extensão em fitoterapia, a partir de um levantamento de dados sobre as plantas medicinais, fitoterápicos e medicamentos convencionais utilizados por 292 idosos frequentadores de um programa de Atividades Físicas e Recreativas para a Terceira Idade (AFRID, na cidade de Uberlândia-MG, utilizando como instrumento de investigação, um questionário semiestruturado. Dentre os entrevistados verificamos que 88% utilizavam medicamentos prescritos, principalmente para o controle da hipertensão. O uso de plantas medicinais foi relatado por 76,7% dos idosos, sendo as mais citadas: Cymbopogon citratus, Mentha sp., Rosmarinus officinalis, Plectranthus barbatus, Ocimum gratissimum, e Matricaria chamomilla. Dezesseis (5,5% idosos utilizavam fitoterápicos, principalmente preparados a partir de extratos de Ginkgo biloba, Aesculus hippocastanum e Passiflora incarnata em associação com Crataegus oxyacantha e Salix alba. O uso concomitante de plantas medicinais e fitoterápicos com medicamentos convencionais foi relatado por 86,2% e 81,3% dos idosos, respectivamente. Após a análise dos dados percebemos a necessidade do desenvolvimento de ações educativas para informar e conscientizar os idosos sobre o uso da fitoterapia. Elaboramos uma caderneta e uma cartilha para promoção da difusão dessas informações e o aprimoramento do uso da fitoterapia entre os idosos e, dessa forma, alcançar os profissionais de saúde sobre os riscos e benefícios dessa terapêutica; contribuindo assim para o uso seguro e racional da fitoterapia.

  9. Elaboração de prontuário do residente em uma instituição de longa permanência para idosos

    OpenAIRE

    Santos,Silvana Sidney Costa; Valcarenghi,Rafaela Vivian; Barlem,Edison Luiz Devos; Silva,Bárbara Tarouco da; Hammerschmidt,Karina Silveira de Almeida; Silva,Marília Egues da

    2010-01-01

    OBJETIVO: Elaborar o prontuário do residente em uma instituição de longa permanência para idosos (ILPI) no Estado do Rio Grande do Sul. MÉTODOS: Trata-se de pesquisa-ação, realizada em uma ILPI, no Rio Grande do Sul/Brasil. Participaram dois pesquisadores e 14 trabalhadores: um enfermeiro, um médico, uma nutricionista, uma assistente social, quatro técnicas de enfermagem, duas cuidadoras e quatro administradores. Foram utilizadas as reuniões grupais com os participantes da pesquisa, durante a...

  10. Análise dos comportamentos sexuais de idosos cadastrados em uma Estratégia Saúde da Família.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Cecília de Fátima Oliveira Paulino

    2015-05-01

    Full Text Available Objetivou-se descrever os comportamentos sexuais e conhecimento prévio deidosos cadastrados em uma Estratégia Saúde da Família, em Montes Claros (MG, sobredoenças sexualmente transmissíveis. O conhecimento sobre tais doenças apresentou-sesatisfatório, pois a maior parte dos idosos mostrou possuir informação mínima sobre asformas de transmissão e vulnerabilidade. Quanto aos comportamentos sexuais, estesmostraram-se deficientes, principalmente diante da baixa utilização de preservativos e derealização do teste HIV.

  11. Efeitos de dois programas de treinamento em piscina funda nas respostas cardiorrespiratórias, neuromusculares e no equilíbrio de idosos

    OpenAIRE

    Ana Carolina Kanitz

    2013-01-01

    O crescimento acelerado da população idosa juntamente com o aumento da procura por atividades físicas tem motivado cada vez mais estudos que envolvam treinamento e o idoso. A corrida em piscina funda parece ser uma alternativa interessante para essa população, uma vez que não possui impacto nos membros inferiores possibilitando que o indivíduo se exercite em grandes cargas aeróbias com menor risco de lesão. Desta forma, o objetivo do presente estudo foi avaliar os efeitos de dois programas de...

  12. Fratura de fêmur: causas e perfil de idosos hospitalizados em Pelotas/RS, Brasil

    OpenAIRE

    Santos, Fernanda dos

    2013-01-01

    A fratura de fêmur está entre as lesões traumáticas mais comuns na população de idosos, apresenta uma alta taxa de mortalidade no primeiro ano pós-fratura, causa perda da capacidade funcional, deixando cerca da metade dos idosos incapazes de deambular e um quarto necessita de cuidado domiciliar prolongado. O objetivo geral da pesquisa foi descrever as causas da fratura de fêmur e o perfil de idosos com diagnóstico de fratura de fêmur, hospitalizados pelo SUS na cidade de Pelotas/RS, Brasil. O...

  13. Prevalência de fragilidade e fatores associados em idosos comunitários de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil: dados do estudo FIBRA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Alvarenga Vieira

    2013-08-01

    Full Text Available A fragilidade apresenta elevada variabilidade na prevalência e é pouco investigada em países em desenvolvimento. O objetivo deste estudo foi identificar a prevalência e fatores associados à fragilidade em idosos comunitários de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. Aspectos clínicos, funcionais e sociodemográficos foram avaliados. Foi utilizado o modelo de regressão ordinal, para verificar condições associadas à fragilidade e determinar a razão de chance (α = 0,05. A prevalência de pré-fragilidade foi 46,3% e de fragilidade de 8,7%. Os idosos pré-frágeis e frágeis apresentaram, respectivamente, maiores e crescentes razão de chances para dependência em atividades instrumentais de vida diária; restrição em atividades avançadas de vida diária; utilização de dispositivos auxiliares da marcha; comorbidades; quedas; sintomas depressivos; menor autoeficácia para prevenir quedas; hospitalização e idade avançada. Foi identificado elevado percentual de estados de fragilidade associados a maiores chances para condições adversas de saúde, especialmente as relacionadas à incapacidade.

  14. Variáveis ambientais e níveis de monóxido de carbono exalado e carboxihemoglobina em idosos praticantes de exercício

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcos Adriano Salicio

    2016-04-01

    Full Text Available Resumo O objetivo deste artigo é analisar o monóxido de carbono exalado, a carboxihemoglobina e as variáveis cardiopulmonares em idosos praticantes de exercícios em ambientes externos e correlacionar com clima e poluição. Estudo ecológico temporal com 118 idosos ativos em Cuiabá. Foram obtidas informações sobre uso de medicamentos, tabagismo, antropometria, espirometria, peak-flow, saturação de oxigênio, frequência cardíaca, monóxido de carbono exalado, carboxihemoglobina, além de dados climáticos, queimadas e poluição. Temperatura ambiental, umidade relativa do ar e queimadas correlacionaram com monóxido de carbono exalado e carboxihemoglobina (p < 0,05. Frequência cardíaca correlacionou com alterações de temperatura ambiental, tempo de exposição solar e umidade relativa (p < 0,05. Idosos sofrem influências ambientais alterando níveis de monóxido de carbono, carboxihemoglobina e frequência cardíaca, sendo necessário monitoramento destes durante os exercícios, sugerindo-se o uso do monoxímetro para avaliação de exposição a poluentes.

  15. Perfil cognitivo de idosos residentes em Instituições de Longa Permanência de Brasília-DF

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luzia Sousa Ferreira

    2014-04-01

    Full Text Available O envelhecimento expõe os indivíduos a uma série de limitações, como a capacidade física, nutricional e cognitiva, as quais podem leválos a internação em Instituições de Longa Permanência. Neste estudo, objetivou-se avaliar o perfil cognitivo de idosos institucionalizados por meio de três instrumentos. Sessenta idosos institucionalizados em Instituições de Longa Permanência foram submetidos à avaliação dos instrumentos Mini Exame do Estado Mental (MEEM, Teste de Trilha A e a Escala de Demência (CDR. Verificou-se que o percentual de idosos com perda cognitiva por meio do MEEM foi de 30% da amostra, sendo mais prevalente em mulheres (36,2% de perda cognitiva, quando comparado aos homens (7,7% de perda cognitiva. Não houve consistência entre os resultados verificados por meio do MEEM com os demais instrumentos testados.

  16. Prevalência de deficiência de vitamina B12 e ácido fólico e sua associação com anemia em idosos atendidos em um hospital universitário

    OpenAIRE

    Coussirat, Caroline

    2010-01-01

    Objetivos: Descrever a prevalência de deficiência de vitamina B12 e ácido fólico e a sua associação com anemia em idosos atendidos em um ambulatório de geriatria de um hospital universitário.Métodos: Foi realizada uma revisão de prontuários de todos os idosos que tiveram pelo menos um atendimento no Ambulatório de Geriatria do Hospital São Lucas da PUCRS, no período de julho de 2005 a junho de 2010. Para verificar a deficiência de vitamina B12, foram utilizados os seguintes critérios: Vitamin...

  17. Limitação funcional e sobrevida em idosos de comunidade Functional limitation and survival of communnity dwelling elderly

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Álvaro Campos Cavalcanti Maciel

    2008-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: O presente estudo objetiva analisar a limitação funcional como fator de risco para o óbito em idosos residentes na comunidade e sua relação com fatores sociodemográficos, de saúde física e neuropsiquiátricos. MÉTODOS: Foi realizado um estudo prospectivo na cidade Santa Cruz (RN. Um total de 310 idosos aleatoriamente selecionados formou a amostra inicial (63,5% mulheres e média de idade de 73,7 ±9,03 anos. A escala utilizada para mensurar a capacidade funcional foi Índice de Katz, para atividades básicas da vida diária. O tempo de acompanhamento foi de 53 meses. Realizou-se a análise estatística mediante análise bivariada (Qui quadrado de Pearson, análise de sobrevida pelo método de Kaplan-Meier e, em seguida, regressão de Cox na análise multivariada, com os respectivos hazards ratios (HR. RESULTADOS: Um total de 60 (20,5% idosos foi a óbito durante o seguimento, nos quais a doença cardiovascular foi a principal causa de óbito. O tempo de sobrevida, em média, foi de aproximadamente 24,8 meses, sendo que os principais fatores de risco identificados na análise de Cox foram o déficit cognitivo (HR= 4,30, o acidente vascular cerebral (HR= 3,49, além da dependência para atividades básicas da vida diária (HR= 3,17. CONCLUSÃO: A limitação funcional foi um fator de risco independente para o óbito.OBJECTIVE: The present study aims to analyze the functional limitation as risk factor of death of elderly dwelling in a community and its relationship with socio-demographic, physical health and neuropsychiatric related factors. METHODS: A prospective study was carried out in the city of Santa Cruz, Rio Grande do Norte, Brasil. A total of 310 randomly selected elderly formed the baseline (63.5% women, 73.7±9.03 years. The Katz Index was used to evaluate the functional capacity for basic activities of daily living. The follow-up period was of 53 months. The statistical methods used were bivariate analysis (Pearson

  18. PLANEJAMENTO CRIATIVO EM INSTITUIÇÕES DE LONGA PERMANÊNCIA PARA IDOSOS: ESTUDO DE CASO EM FOZ DO IGUAÇU – PR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Luisa Trindade Bestetti

    2012-06-01

    Full Text Available O envelhecer trouxe necessidades que precisam ser reconhecidas e atendidas nos serviços oferecidos, sendo as Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs um deles. Por isso esse artigo tem como objetivo verificar as práticas gerenciais de uma ILPI a fim de elaborar um planejamento gerontológico que demonstre, de maneira viável e criativa, uma possibilidade de contribuir com a qualidade do local. A metodologia utilizada foi a observação livre e participante, o registro fotográfico, a análise de documentos e a aplicação de questionário semi-estruturado em uma ILPI do estado do Paraná. Alguns dos dados encontrados foram: pouca interação entre os residentes, familiares e com a comunidade, equipe insuficiente e a hierarquia entre gerente e funcionários. Após a análise dos resultados, o planejamento gerontológico abordou, entre outros aspectos, a inserção de atividades estratégicas, regularização de estagiários e voluntários e a comunicação gerencial.

  19. Intervenção osteopática em idosos e o impacto na qualidade de vida

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Cid Povoa

    Full Text Available INTRODUÇÃO: O envelhecimento evidencia a necessidade do idoso do controle das doenças e do bem-estar físico, psíquico e social. OBJETIVO: Avaliar o impacto da intervenção osteopática na qualidade de vida de idosos. MATERIAIS E MÉTODOS: Vinte e um indivíduos (72,1 ± 4,7 anos, 18 mulheres completaram este estudo. Foi aplicado o questionário de qualidade de vida WHOQOL-bref no primeiro e sexto atendimentos no intervalo de 48 [39; 66] dias. A avaliação e o tratamento das disfunções somáticas encontradas foram feitos em todas as sessões e as técnicas de domínio osteopático foram utilizadas. Os dados foram analisados por meio do teste de Wilcoxon com significância em p < 0,05. RESULTADOS: Foi encontrada diferença significativa no domínio físico (pré-tratamento: 58,67 ± 12,91%; pós-tratamento: 64,64 ± 13,75%; p < 0,05. Não foram encontradas diferenças significativas nos domínios: psicológico (pré-tratamento: 63,10 ± 15,38%; pós-tratamento: 64,38 ± 11,67%; p = 0,846, relações sociais (pré-tratamento: 62,30 ± 14,34%; pós-tratamento: 62,50 ± 12,82%; p = 1,000 e meio ambiente (pré-tratamento: 52,08 ± 11,91%; pós-tratamento: 52,19 ± 11,02%; p = 0,806. O nível de escolaridade apresentou associação significativa com a pontuação total do questionário antes (r = 0,457; p = 0,019 e após (r = 0,380; p = 0,049 a intervenção. CONCLUSÃO: A medicina osteopática, com sua ampla abordagem, interferiu positivamente no domínio físico da qualidade de vida. Outros domínios (meio ambiente, psicológico e relações pessoais não foram modificados pela intervenção osteopática, contribuindo para a manutenção da qualidade de vida geral.

  20. Inclusão dos idosos no meio digital com educação em saúde: projeto piloto

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Samir Antonio Rodrigues Abjaude

    2013-09-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/1807-0221.2013v10n15p129 O Brasil esta passando por uma modificação na faixa etária populacional com o aumento do número de idosos, sendo que estes possuem tendência de perdas cognitivas de memória e maior uso de medicamentos. Objetivo: Assim o projeto UNAFAL teve como proposta o desenvolvimento de ações educativas em saúde na inclusão digital para formar idosos mais esclarecidos quanto ao uso racional de medicamentos e com acesso a informação em saúde. Além disso, formar o acadêmico para orientação farmacêutica e educação em saúde. Método: Produção de setes materiais educativos para trabalhar juntamente com ferramentas da informática destinado a idosos, no período de maio a novembro de 2012. Criação de um questionário para avaliar o período anterior e posterior da intervenção do projeto.  Resultado: As palestras apresentaram um rendimento positivo, alcançando o aproveitamento final de 78,92% na analise dos questionários dos idosos. Já para os acadêmicos, o projeto elevou a didática de ensino e contribuiu para promoção de saúde.  Conclusão: Desse modo o estudo visou que o acesso digital aumentaria as informações e poderia colaborar com o tratamento dos participantes, e os acadêmicos observaram que pequenas ações podem contribuir para a construção de uma sociedade mais preparada, para enfrentar criticamente as informações vinculadas aos medicamentos.

  1. Qualidade dos cuidados domiciliares em enfermagem a idosos dependentes The quality of nursing home care to dependent elderly

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maribel Carvalhais

    2013-03-01

    Full Text Available Este estudo exploratório procura contribuir para promover a compreensão de factores envolvidos na qualidade dos cuidados de enfermagem a idosos dependentes em cuidados domiciliares. Adoptou-se o photovoice, um método participativo (qualitativo que usa a fotografia e a voz para aceder ao mundo dos outros e torná-lo acessível a nós. A amostra envolve seis enfermeiros, com idades entre os 24 e 30 anos, cinco do sexo feminino. Os principais resultados sugerem que a promoção da qualidade dos cuidados de enfermagem a pessoas idosas dependentes em cuidados domiciliares envolve: i trabalho e decisão em equipe multidisciplinar; ii mais recursos materiais e humanos; iii apoio aos cuidadores informais (quase sempre membros da família; vi determinação dos enfermeiros. O principal obstáculo centra-se na escassez de recursos e na desorganização, traduzidos em falta de tempo, desordem e frustração. Os participantes salientam a importância do envolvimento da família, considerada parte da unidade de cuidado.This exploratory study aims to contribute to the promotion of quality nursing home care to elderly people. Photovoice was adopted; it is a participatory method (qualitative that uses photograph and voice to facilitate/mediate our access to the others world. The sample comprised 6 nurses aged from 24 to 30 years old, 5 females. Main findings suggest that the promotion of the quality of nursing home care to dependent elderly involves: i work and decision in multidisciplinary team; ii more material and human resources; iii support to the informal caregivers (usually family members; iv nurses' determined posture. The main obstacle concerns the shortage of resources and disorganization which are reflected on lack of time, disorder and frustration. The participants underlined the relevance of families' involvement, since they are part of the care unit.

  2. Utilização de medicamentos e risco de interações medicamentosas em idosos atendidos pelo Programa de Atenção ao Idoso da Unijuí

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Mafalda

    2010-06-01

    Full Text Available

    Idosos utilizam elevado número de medicamentos, apresentando alto potencial para desenvolver interações medicamentosas. Objetivou-se verificar o perfil de utilização de medicamentos e conhecer possíveis interações medicamentosas em idosos acompanhados pelo Programa de Atenção ao Idoso (PAI da Unijuí. Os dados foram coletados em julho de 2009. Classificaram-se os medicamentos no sistema Anatomical Therapeutic Chemical e possibilidades de interações segundo Drug Interaction Facts. De março/2008 até julho/2009 o PAI atendeu 31 idosos, estando 16 em acompanhamento, os quais apresentaram média de 78,4 ± 6,8 anos e utilizaram 83 medicamentos, com média de 5,2 ± 3,7/ idoso. Os fármacos mais prevalentes foram os que atuam no aparelho cardiovascular, no sistema nervoso e para o trato alimentar e metabolismo. Verificaram-se 36 possíveis interações entre 9 pacientes, com média de 4/idoso. O fármaco mais envolvido foi digoxina. Quanto a classificação, 4 apresentaram nível de significância 1, dez nível 2, cinco nível 3, sete nível 4 e dez nível 5. O número de possíveis interações verificadas foi expressivo, entretanto nem todos os idosos apresentarão reações relacionadas às interações, mas apresentaram o risco. Portanto, é importante que prescritores conheçam a influência de um fármaco sobre outro. Seria necessário treinamento intensivo para intervenção farmacêutica, sendo o relacionamento com o médico indispensável. Palavras-chave: Idosos. Programa de Atenção ao Idoso. Uso de medicamentos. Interações medicamentosas. ABSTRACT Use of medications and risk of drug interactions in the elderly population at the Elderly Care Program in Unijuí Elderly people take a large number of medicines, entailing a high risk of developing drug interactions. The aim was to study the profile of medicines prescribed and the possible drug interactions in the public Elderly Care Program (PAI run at Uniju

  3. Fraturas de fêmur em idosos no Brasil: análise espaço-temporal de 2008 a 2012

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Danilo Simoni Soares

    2014-12-01

    Full Text Available Fraturas de fêmur em pessoas com idade igual ou superior a 60 anos (idosos representam um grande impacto para a saúde pública, e estão associadas à elevada morbimortalidade e grandes custos socioeconômicos. Buscou-se descrever temporal e espacialmente os casos de fratura de fêmur em idosos de todas as regiões do país, por sexo, em um período de cinco anos. Foram realizadas descrições de série temporal e espacial bayesiana, baseadas em dados obtidos do Sistema de Informações Hospitalares do Sistema Único de Saúde (SIH-SUS, empregando modelo de regressão de Poisson, sobre os casos ocorridos entre os anos de 2008-2012. No período estudado ocorreram mais de 181 mil casos de fratura de fêmur, predominando o sexo feminino, sem correlações espaciais e diferenças temporais importantes. Apesar de não se observar predomínio de comportamento temporal e espacial, o número de casos de fratura de fêmur no Brasil é alto e com grandes custos financeiros e sociais. Políticas públicas de saúde visando a controlar os fatores predisponentes para esse evento devem ser urgentemente implementadas.

  4. Percepção de autoinstilação de gotas oculares em idosos com ou sem dispositivo de apoio facial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arlindo Jose Freire Portes

    Full Text Available RESUMO Objetivo: Determinar o grau de dificuldade para instilação tópica ocular em idosos, com ou sem o auxílio de dispositivo de apoio facial, por meio de questionário. Observar qual método foi tecnicamente melhor para aplicação tópica ocular de gotas. Métodos: O estudo foi um ensaio clínico, controlado, randomizado e pareado, realizado em 50 pacientes idosos de setembro de 2015 a junho de 2016 na Policlínica Ronaldo Gazolla, Lapa-Rio de Janeiro. Um frasco de colírio Optive® foi acoplado ao dispositivo de apoio facial denominado Eyedrop®. Cada participante instilou o colírio com ou sem o auxílio do dispositivo em cada um dos olhos, sendo que a seleção ocular foi feita aleatoriamente. Foi perguntado ao paciente questões pré-formuladas sobre a dificuldade de ambos os métodos e a técnica de administração tópica ocular foi avaliada. Resultados: A instilação de gotas foi considerada difícil ou muito difícil por 10% dos idosos com o auxílio do dispositivo e por 36% sem o auxílio (p = 0,0047. Houve toque da ponta do colírio com os tecidos oculares em 64% dos pacientes que não usaram o Eyedrop® e em 4% dos que o utilizaram (p=0,000001. A maior dificuldade descrita na instilação tradicional foi acertar o olho com a gota (32% e com o dispositivo de apoio foi entender seu uso(4%. Conclusão: A maioria dos idosos instila colírios erroneamente, tocando a ponta do frasco em tecidos oculares, o que favorece sua contaminação. O dispositivo de apoio facial tornou mais segura e fácil a instilação.

  5. Abordagem do idoso em programas de saúde da família Approach to the elderly in family health programs

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jorge Alexandre Silvestre

    2003-06-01

    Full Text Available Discorre-se sobre a Política Nacional de Saúde do Idoso cujo propósito basilar reside na promoção do envelhecimento saudável, na manutenção e melhoria, ao máximo, da capacidade funcional dos idosos, na prevenção de doenças, na recuperação da saúde dos que adoecem e na reabilitação daqueles que venham a ter a sua capacidade funcional restringida, de modo a garantir-lhes permanência no meio em que vivem, exercendo de forma independente suas funções na sociedade. O cuidado do idoso deve basear-se, fundamentalmente, na família com o apoio das Unidades Básicas de Saúde sob a Estratégia de Saúde da Família, as quais devem representar para o idoso, o vínculo com o sistema de saúde. Após, são listados alguns dos problemas de saúde do idoso em que os programas de saúde da família podem causar um impacto importante. Se analisa a Estratégia de Saúde da Família no Brasil em relação à atenção ao idoso, além das competências, habilidades e atribuições necessárias da equipe.This article discusses the role of the Brazilian National Policy for Senior Citizens' Health in the promotion of healthy aging, preservation and improvement of functional capacity in the elderly, disease prevention, recovery of those who fall ill, and rehabilitation of those with limited functional capacity, will the goal of ensuring that senior citizens can remain in their surroundings and independently exercise their functions in society. Care for the elderly should be based primarily on the family, with support from primary health care services, under the family health strategy, representing a link between the elderly and the health system. The article goes on to list some health problems among the elderly in which family health programs can have a major impact. The Family Health Strategy in Brazil is analyzed in relation to health care for the elderly, along with the responsibilities, skills, and attributions required by the health care team.

  6. Fidedignidade e validade de construto do Teste de Aprendizagem Auditivo-Verbal de Rey em idosos brasileiros

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jonas Jardim de Paula

    2012-01-01

    Full Text Available CONTEXTO: O Teste de Aprendizagem Auditivo-Verbal de Rey (RAVLT é amplamente utilizado para a avaliação da memória episódica. Suas propriedades psicométricas, porém, não foram bem analisadas no Brasil. OBJETIVOS: Buscar evidências de fidedignidade e validade de construto do RAVLT e analisar a influência de idade, gênero, escolaridade e sintomas depressivos no desempenho. MÉTODOS: Cento e vinte e seis idosos saudáveis realizaram o RAVLT, o Miniexame do Estado Mental (MEEM, o Desenho do Relógio (DR e a Escala de Depressão Geriátrica. A fidedignidade foi avaliada pela análise de consistência interna e a validade de construto, pela estrutura fatorial e correlações com o MEEM e o DR. A influência da idade, escolaridade e sintomas depressivos foi estimada mediante regressão linear, enquanto diferenças de gênero foram avaliadas comparando o desempenho de homens e mulheres. RESULTADOS: O teste apresenta alta consistência interna e estrutura bifatorial relacionada aos processos de armazenamento e evocação da memória episódica. O teste mostrou, em geral, correlações fracas com o MEEM e o DR. Apenas a idade e o gênero influenciaram o desempenho na tarefa. CONCLUSÃO: Nossos resultados indicam que a versão do RAVLT analisada apresenta bons indícios de fidedignidade e validade de construto, atestando sua aplicabilidade em contextos clínicos e de pesquisa para a população estudada.

  7. Singularidades do envelhecimento: reflexões com base em conversas com um idoso institucionalizado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lilian Juana Levenbach de Gamburgo

    Full Text Available Este artigo trata de algumas peculiaridades da vida de um idoso que mora numa Instituição de Longa Permanência, entrevistado no contexto de uma pesquisa cujo objetivo foi a linguagem como prática dialógica de idosos com as capacidades comunicativas preservadas. A narrativa nos permitiu conhecer as condições de vida e algumas especificidades tais como: (1 a institucionalização precoce; (2 a interdependência entre os motivos para o asilamento voluntário e a situação de abandono; (3 a aparente impropriedade de utilizar a categoria "idosos" para englobar sujeitos com idades muito diversas. Foram entrevistados cinco mulheres e um homem. As entrevistas propiciaram o exame de lembranças, sentimentos, valores, relações interpessoais e da própria linguagem. Esperamos oferecer subsídios para um olhar sobre a comunicação do idoso que a considera como sistema simbólico fundamental para a inserção social, olhar diverso daquele centrado nas alterações consideradas "típicas" da velhice.

  8. Singularidades do envelhecimento: reflexões com base em conversas com um idoso institucionalizado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lilian Juana Levenbach de Gamburgo

    2009-03-01

    Full Text Available Este artigo trata de algumas peculiaridades da vida de um idoso que mora numa Instituição de Longa Permanência, entrevistado no contexto de uma pesquisa cujo objetivo foi a linguagem como prática dialógica de idosos com as capacidades comunicativas preservadas. A narrativa nos permitiu conhecer as condições de vida e algumas especificidades tais como: (1 a institucionalização precoce; (2 a interdependência entre os motivos para o asilamento voluntário e a situação de abandono; (3 a aparente impropriedade de utilizar a categoria "idosos" para englobar sujeitos com idades muito diversas. Foram entrevistados cinco mulheres e um homem. As entrevistas propiciaram o exame de lembranças, sentimentos, valores, relações interpessoais e da própria linguagem. Esperamos oferecer subsídios para um olhar sobre a comunicação do idoso que a considera como sistema simbólico fundamental para a inserção social, olhar diverso daquele centrado nas alterações consideradas "típicas" da velhice.

  9. Clinical evolution of adult, elderly and very elderly patients admitted in Intensive Care Units Evolución clínica de adultos, ancianos y muy ancianos internados en Unidades de Terapia Intensiva Evolução clínica de adultos, idosos e muito idosos internados em Unidade de Terapia Intensiva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Verônica Cunha Rodrigues de Oliveira

    2011-12-01

    Full Text Available This study compared clinical outcomes among adult, elderly and very elderly patients admitted to Intensive Care Units (ICUs located in São Paulo, Brazil. This retrospective, longitudinal and comparative study included 279 adult (≥18 and El estudio comparó la evolución clínica de adultos, ancianos y muy ancianos internados en Unidades de Terapia Intensiva localizadas en Sao Paulo, Brasil. El estudio fue retrospectivo longitudinal, del tipo comparativo. Participaron 279 adultos (≥18 y O estudo comparou a evolução clínica de adultos, idosos e muito idosos, internados em Unidades de Terapia Intensiva, localizadas em São Paulo, Brasil. Trata-se de estudo retrospectivo-longitudinal, do tipo comparativo. Participaram 279 adultos (≥18 e <60 anos, 216 idosos (≥60 e <80 anos e 105 muito idosos (≥80 anos. Os adultos diferiram dos outros grupos em relação à unidade de destino e evolução da gravidade, segundo Simplified Acute Physiology Score II. Foi mais prevalente o encaminhamento dos adultos para unidades de internação, porém, os idosos e muito idosos, sobreviventes à internação na unidade crítica, apresentaram melhora mais acentuada antes da alta. Entre adultos e idosos ocorreu diferença em relação à mortalidade, com maior taxa no grupo mais velho; entretanto, a mortalidade dos muito idosos e adultos foi similar. Em geral, os resultados indicaram que a idade mais avançada não foi fator associado aos desfechos indesejáveis da assistência intensiva.

  10. Auto-relato e relato de informante secundário na avaliação da saúde em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Jardim

    2010-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar se o modelo explicativo para a avaliação da saúde do idoso com base no auto-relato é comparável com o modelo de relato do informante secundário e se a auto-avaliação de saúde do informante secundário influencia a avaliação da saúde do idoso. MÉTODOS: Estudo transversal com 230 pares idoso-informante secundário realizado em Belo Horizonte, MG, em 2007. Foram investigadas variáveis sociodemográficas e de saúde dos idosos por meio de entrevista estruturada. Utilizou-se regressão logística múltipla para analisar associação com auto-avaliação da saúde do idoso como ruim e com as informações prestadas pelo informante secundário. RESULTADOS: No modelo com base no auto-relato, a variável mais fortemente associada à avaliação da saúde do idoso como ruim foi a presença de restrições ou incapacidade para realizar atividades relacionadas à vida diária e/ou à mobilidade. No modelo baseado no informante secundário, a variável explicativa mais relevante foi o número de doenças crônicas apresentadas pelo idoso. Além disso, a chance de o informante secundário avaliar a saúde do idoso como ruim foi três vezes maior quando ele auto-avaliou sua saúde da mesma forma. CONCLUSÕES: Os resultados mostram diferenças importantes entre o modelo da avaliação da saúde do idoso com base nas respostas do próprio indivíduo e nas do informante secundário. O idoso tende a valorizar suas restrições ou incapacidade de realizar atividades da vida diária/mobilidade, enquanto o informante secundário tende a valorizar o diagnóstico de doenças crônicas. O informante secundário com pior auto-avaliação da saúde apresenta chance quase três vezes maior de relatar a saúde do idoso da mesma forma. Assim, informações auto-relatadas refletem melhor a condição de saúde do indivíduo do que se relatadas por informantes secundários.

  11. Efeito do exercício físico na capacidade funcional em idosos institucionalizados

    OpenAIRE

    Dias, Teresa Maria Igreja

    2014-01-01

    Dissertação de mestrado integrado em Medicina (Geriatria), apresentado á Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra Introdução: A limitação das actividades de vida diárias (AVD) é uma das principais problemáticas do envelhecimento, levando a elevados custos sociais, familiares e económicos. O exercício físico tem sido identificado como uma forma eficaz e de baixo custo de prevenir/reduzir o declínio funcional associado ao envelhecimento. O objectivo deste trabalho foi, através da ava...

  12. Perfil de idosos admitidos em serviço de fisioterapia frente à sazonalidade = Profile of elderly admitted to a physical therapy center as a function of seasonality

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rossi, Paulo Giusti

    2017-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Analisar o perfil e a prevalência de doenças em idosos admitidos em duas estações do ano distintas, em um serviço público de fisioterapia de um município de médio porte localizado em zona de clima subtropical de altitude. MÉTODOS: Um estudo transversal analisou prontuários de pacientes encaminhados nos meses que compreenderam o verão e o inverno de 2011. Foram incluídos os prontuários de idosos (acima de 60 anos de idade de ambos os sexos e excluídos os prontuários sem informações sobre o diagnóstico médico atual. Foram coletadas as variáveis idade e sexo e os diagnósticos atuais e pregressos. Para análise comparativa quanto ao perfil dos idosos admitidos nos dois períodos do ano, utilizou-se o teste Qui-quadrado. RESULTADOS: Foram analisados dados de 71 idosos. A média de idade foi de 69,2±8,1 anos e 48 (70,4% eram do sexo feminino. Os diagnósticos mais frequentes no momento do encaminhamento foram de doenças traumato-ortopédicas (60,6%. O maior número de admissões ocorreu durante o inverno (62,0%. Os diagnósticos no momento do encaminhamento foram, respectivamente no verão e no inverno: traumatoortopédicos 17 (63,0% e 26 (59,1%; reumatológicos 3 (11,1% e 10 (22,7%; neurológicos 5 (18,5% e 4 (9,1%; pós-operatório 2 (7,4% e 4 (9,1% (p=0,64. CONCLUSÕES: No inverno ocorreu maior demanda de encaminhamentos de idosos ao serviço de fisioterapia em comparação ao verão, com predomínio de mulheres em ambas as estações do ano. As causas de encaminhamento mais prevalentes foram relacionadas à traumatoortopedia, mas não houve diferença significativa na frequência dos diagnósticos conforme a estação do ano. O conhecimento sobre o perfil dos idosos admitidos em serviços de fisioterapia é importante para o planejamento de ações voltadas a essa faixa etária, com a realização de campanhas de informação, prevenção e promoção da saúde

  13. FONES DE INSERÇÃO E FONES SUPRA-AURAIS: AVALIAÇÃO AUDIOLÓGICA EM IDOSOS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Danielle Tyemi Massukawa Oda

    2014-03-01

    Full Text Available Objetivo: verificar a influência do tipo de transdutor na audiometria tonal e vocal de idosos em diferentes décadas de vida.Métodos: 39 indivíduos de ambos os sexos, com idade entre 60 e 89 anos, selecionados no Ambulatório de Audiologia Clínica do Departamento de Fonoaudiologia da UNIFESP, foram divididos em três grupos etários 60-69 (G1, 70-79 (G2, 80-89 anos (G3. Todos os pacientes foram submetidos a anamnese audiológica, meatoscopia e avaliação audiológica básica, sendo que a audiometria tonal liminar e a logoaudiometria foram realizadas tanto com os fones supra-aurais TDH-39 quanto com os fones de inserção ER-3A. Os resultados foram analisados estatisticamente com os testes ANOVA e T-Student Pareado.Resultados: a análise estatística realizada por orelha e por grupo revelou limiares auditivos mais baixos com os fones ER-3A com significância estatística nas frequências de 4 e 6KHz. Na comparação entre os grupos etários, verificou-se que quanto maior a idade, piores os limiares, independente do transdutor. O Índice Percentual de Reconhecimento de Fala apresentou maiores porcentagens de acertos com o fone ER-3A e houve piora do desempenho com o aumento da idade, com ambos os transdutores.Conclusão: os fones de inserção (ER-3A possibilitam a obtenção de melhores limiares de audibilidade se comparados aos fones supra-aurais (TDH-39 independente da idade. Em decorrência do aumento da idade, há a diminuição progressiva da audição refletida tanto nos limiares de audibilidade como no reconhecimento de fala.

  14. Prognóstico da incompetência cronotrópica em idosos diabéticos à ecocardiografia sob estresse físico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Silva Santana

    2013-05-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A incompetência cronotrópica (IC, definida como a incapacidade de atingir no esforço 80% da frequência de reserva esperada para a idade, é um fator preditor de mortalidade e eventos cardiovasculares e pode conferir pior prognóstico a grupos em expansão devido ao acelerado processo de envelhecimento populacional, como em idosos diabéticos. OBJETIVO: Avaliar o valor prognóstico da IC em idosos diabéticos considerando desfechos com infarto agudo do miocárdio (IAM, doença cerebrovascular (DCV e óbito geral, e comparar características clínicas e ecocardiográficas entre os que têm IC e os que não têm. MÉTODO: Foram estudados 298 pacientes idosos e diabéticos submetidos a ecocardiografia de estresse sob esforço físico (EF, de janeiro de 2001 a dezembro de 2010. Destes, 109 eram incompetentes cronotrópicos, grupo G1, e foram comparados aos competentes, grupo G2, quanto à ocorrência de eventos cardiovasculares, características clínicas e ecocardiográficas. RESULTADOS: O grupo G1, em relação ao grupo controle, apresentou maior frequência de DCV (9,2% × 3,2; p = 0,027 e maior frequência de óbito para aqueles que sofreram DCV ou IAM. Angina típica e dispneia prévias à realização da EF e sexo masculino foram mais frequentes no G1. A análise das variáveis ecocardiográficas demonstrou que o índice do escore de motilidade do ventrículo esquerdo (IEMVE de repouso e de esforço, o índice de massa do VE (ventrículo esquerdo e o diâmetro do AE (átrio esquerdo foram maiores entre os incompetentes cronotrópicos. CONCLUSÃO: A IC foi associada, de forma independente, à ocorrência de DCV em idosos diabéticos

  15. O modo de vida do idoso ribeirinho amazônico em imagens e linguajar cultural

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rodolfo Gomes do Nascimento

    2015-12-01

    Full Text Available Esta produção tem o intuito de apresentar fotografias e textos, resultados de uma proposta de investigação sobre o ambiente e o cotidiano de idosos ribeirinhos amazônicos. Traz, na sua composição, elementos culturais típicos dessa região e peculiaridades próprias do processo de envelhecimento à margem dos rios.

  16. Doenças renais em pacientes idosos submetidos à biópsia percutânea de rins nativos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudine Maria Jorge de Oliveira

    2010-12-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Tem ocorrido aumento da população de idosos e estes vêm envelhecendo em melhores condições clínicas do que no passado. Entretanto, a distribuição e evolução das doenças renais nos idosos ainda são pouco conhecidas, em parte devido à resistência em indicar biópsia renal. OBJETIVO: Avaliar a distribuição, a evolução e as características clínicas das nefropatias diagnosticadas por biópsia em pacientes idosos. PACIENTES E MÉTODOS: Foram avaliadas todas as biópsias renais percutâneas de rins nativos. Elas foram realizadas entre janeiro de 1990 e dezembro de 2006 em 71 pacientes com idade mínima de 60 anos (67,3 ± 6,5 anos, sendo 47 do gênero masculino e 24 do feminino. Os pacientes foram agrupados conforme a indicação clínica da biópsia. RESULTADOS: Síndrome nefrótica foi verificada em 35 pacientes (49,3% associada, na maioria dos casos, à nefropatia membranosa (17 casos, seguida por amiloidose e glomeruloesclerose segmentar e focal com 7 casos cada. Hipótese diagnóstica de injúria renal aguda (IRA, com 19 pacientes, teve como principais diagnósticos a necrose tubular aguda (6 casos e a nefropatia do cilindro (3 casos. Dentre os 19 casos, apenas dois tiveram evolução satisfatória, enquanto os demais morreram precocemente ou evoluíram para doença renal avançada. Doze pacientes biopsiados por hematúria ou proteinúria assintomática tiveram diagnósticos variados, mas a maioria já apresentava nefropatia crônica relevante. Biópsia por síndrome nefrítica ocorreu em 5 casos, também com diagnósticos variados. CONCLUSÕES: Síndrome nefrótica foi a principal indicação de biópsia renal com a nefropatia membranosa como diagnóstico mais frequente. Entre os pacientes com IRA e hematúria ou proteinúria assintomática os diagnósticos foram variados com elevadas taxas de nefropatia crônica avançada.

  17. Hematological and nutritional parameters in apparently healthy elderly individuals Parâmetros hematológicos e nutricionais em idosos aparentemente saudáveis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariza D'Agord Schaan

    2007-06-01

    Full Text Available A non-probabilistic study in an elderly free living community was performed. The first analysis was cross-sectional in design and the additional analysis, a case-control design. In the first analysis, 745 subjects were enrolled. Additional analyses, made in 46 apparently healthy elderly subjects (AHE and 33 young adults (YA included: clinical, hematological and biochemical analyses, 24-hours nutritional recall and diet frequency questionnaire. The AHE were selected using the Senieur test protocol. To avoid selection bias in the AHE sample, additional analysis comparing cultural, socioeconomic, and health variables were compared between AHE and non-selected elderly with same dysfunction or morbidity (DE. The prevalence of AHE was 6.17% (n=46 among whom 4.3% were anemic. There were no statistically differences in hematocrit, hemoglobin, leukocytes and vitamin B12 levels between AHE and YA groups. Mean values of MCV, RDW, eosinophils, folate and ferritin were higher in the AHE than the YA group. On the other hand, platelets were higher in the YA group. No statistically significant difference occurred between the AHE and DE groups when nutritional indicators were compared. The comparison between nutritional indicators of anemic and non-anemic apparently healthy elderly people showed statistically significant differences in vitamin B12 and protein intake, which were lower in the anemic elderly. The results suggest independent biological differences between hematological parameters of elderly and young individuals.Foi realizado um estudo não probabilístico em idosos que vivem na comunidade. A primeira análise teve um delineamento transversal e análises adicionais um delineamento caso-controle. Na primeira análise foram incluídos 745 indivíduos. Análises adicionais foram feitas em 46 idosos saudáveis (HE e em 33 adultos jovens (YA incluindo: análises clínicas, hematológicas e bioquímicas, recordatório nutricional de 24 horas e question

  18. Síndrome da fragilidade e sua relação com aspectos emocionais, cognitivos, físicos e funcionais em idosos institucionalizados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pâmella Martim Fernandes

    2015-05-01

    Full Text Available O objetivo do estudo foi avaliar a fragilidade de idosos residentes em uma Instituição de Longa Permanência da cidade de Santos (SP e correlacionar aspectos da síndrome manifesta com sintomas depressivos, desempenho cognitivo, físico e funcional nessa população. Foram avaliados 20 idosos institucionalizados, sendo estes na sua maioria (n=18; 90%, classificados como frágeis, e correlacionando-se com deficit cognitivo (r=-0,470; p=0,04, baixo desempenho físico (r=-0,437; p=0,05, e funcional (r=-0,529; p=0,02 na população estudada.  

  19. Vitaminas B12, B6, B9 e homocisteína e sua relação com a massa óssea em idosos

    OpenAIRE

    Coussirat,Caroline; Batista,Caroline; Schneider,Rodolfo Herberto; Resende,Thais de Lima; Schwanke,Carla Helena Augustin

    2012-01-01

    O número de idosos nos últimos anos tem apresentado incremento em todo o mundo, o que acaba gerando inúmeras preocupações com a saúde dessa população, já que nessa fase da vida as alterações fisiológicas os tornam mais propensos a doenças, principalmente as crônicas não-transmissíveis. A osteoporose, uma doença osteometabólica frequente nos idosos, torna-se alvo de importantes estudos, uma vez que suas consequências afetam tanto a saúde física quanto a psicossocial. Contudo, são diversos os f...

  20. A violência contra o idoso: dimensão ética e política de uma problemática em ascensão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lenilde Duarte de Sá

    2007-12-01

    Full Text Available A violência contra os idosos é um fenômeno evidente dentro do atual processo de envelhecimento populacional mundial. Este artigo tem como objetivo apresentar uma reflexão sobre o tema da violência contra os idosos, apoiada em artigos científicos publicados. Trata-se de uma atualização, que além de abordar temas principais do assunto, pretende enfatizar como o mesmo é tratado pela atual política de saúde do idoso no Brasil, e também dar um enfoque ético. Percebe-se que a questão da violência contra os idosos é pouco considerada pela sociedade em geral e pelos profissionais de saúde. No Brasil existe uma política de promoção da saúde dos idosos e de prevenção à violência que ainda não está implementada em sua totalidade, e nem de acordo com as singularidades de cada região. Os enfermeiros, mais especificamente, precisam tratar com empatia e resolutividade os casos de violência contra idosos por eles identificados.

  1. Caracterização dos idosos usuários de medicação residentes em instituição de longa permanência

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daiane Porto Gautério

    Full Text Available Os objetivos deste estudo foram caracterizar os idosos residentes em uma Instituição de Longa Permanência quanto ao uso de medicamentos e verificar a existência de polifarmácia. Trata-se de estudo descritivo e quantitativo, realizado por meio de dados de um banco originado da pesquisa Perfil de idosos residentes numa Instituição de Longa Permanência para Idosos (ILPIs: proposta de ação de enfermagem/saúde. Foram selecionados 39 idosos que faziam uso de medicação. Os achados evidenciaram predominância de mulheres, com idade entre 80 e 89 anos, que sabem ler e são viúvas. As doenças do aparelho circulatório foram as mais frequentes. Os idosos usavam em média 3,7 medicamentos e 30,8% deles utilizavam polifarmácia. Os medicamentos mais usados foram para as intercorrências do sistema cardiovascular. Verificou-se a presença de medicamentos considerados impróprios para idosos. Espera-se sensibilizar os profissionais de saúde a promoverem o uso racional e cuidadoso de medicamentos para os idosos institucionalizados.

  2. Caracterização dos idosos usuários de medicação residentes em instituição de longa permanência

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daiane Porto Gautério

    2012-12-01

    Full Text Available Os objetivos deste estudo foram caracterizar os idosos residentes em uma Instituição de Longa Permanência quanto ao uso de medicamentos e verificar a existência de polifarmácia. Trata-se de estudo descritivo e quantitativo, realizado por meio de dados de um banco originado da pesquisa Perfil de idosos residentes numa Instituição de Longa Permanência para Idosos (ILPIs: proposta de ação de enfermagem/saúde. Foram selecionados 39 idosos que faziam uso de medicação. Os achados evidenciaram predominância de mulheres, com idade entre 80 e 89 anos, que sabem ler e são viúvas. As doenças do aparelho circulatório foram as mais frequentes. Os idosos usavam em média 3,7 medicamentos e 30,8% deles utilizavam polifarmácia. Os medicamentos mais usados foram para as intercorrências do sistema cardiovascular. Verificou-se a presença de medicamentos considerados impróprios para idosos. Espera-se sensibilizar os profissionais de saúde a promoverem o uso racional e cuidadoso de medicamentos para os idosos institucionalizados.

  3. Avaliação da qualidade de vida em idosos da comunidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Beatriz Campos de Oliveira

    2017-09-01

    Full Text Available Objetivo: Avaliar a qualidade de vida de idosos da comunidade vinculados a uma unidade de saúde da família. Métodos: Estudo descritivo e transversal, realizado com 98 idosos vinculados a uma unidade básica de saúde (UBS de um município de Goiás, Brasil, entre fevereiro e abril de 2016. Os dados foram coletados por meio de entrevista estruturada utilizando um instrumento sobre os aspectos sóciodemográfico e morbidades referidas pelos idosos, e a Escala de Qualidade de Vida de Flanagan, que conceitualiza a qualidade de vida a partir de cinco dimensões: bem-estar físico e material; relações com outras pessoas; atividades sociais, comunitárias e cívicas; desenvolvimento pessoal e realização; e recreação. Para a análise dos dados empregou-se a estatística descritiva, univariada, regressão logística múltipla, teste de Qui-Quadrado e exato de Fisher para comparar proporções. Resultados: A maioria dos idosos era do sexo feminino 59 (60,2%, com média de idade de 69 anos (DP±6,8, 40 (40,8% casados e 56 (57,1% haviam cursado ensino fundamental completo. Dentre os participantes, 52 (53,1% eram sedentários e 77 (87,8% referiram pelo menos um problema de saúde. A média de pontuação total na escala de Flanagan foi de 86,3 (±10 pontos, refletindo alta qualidade de vida. Praticar atividade física (p=0,019 e possuir algum grau de instrução (p=0,012 apresentou tendência a melhor percepção da qualidade de vida. Conclusão: A qualidade de vida dos idosos foi considerada alta de acordo com a Escala de Qualidade de Vida de Flanagan, com maiores índices de satisfação no domínio “ouvir música, assistir TV ou cinema, leitura ou outros entretenimentos”.

  4. Doenças osteomusculares e articulares em idosos atendidos em um centro de reabilitação de um hospital universitário: descrição da prevalência e do perfil demográfico e de saúde

    OpenAIRE

    Rosito, Miriam Pilla

    2012-01-01

    O envelhecimento da população leva ao incremento dos distúrbios crônico-degenerativos, entre eles as doenças osteomusculares e articulares (DOMA), das quais as lombalgias estão entre as mais prevalentes e sintomáticas em idosos. As DOMA resultam em deficiências funcionais que impactam negativamente na independência e na qualidade de vida de idosos. Deste modo, determinar o perfil daqueles acometidos por DOMA é importante para a gestão e o planejamento de ações em saúde. Assim, a presente diss...

  5. Avaliação das funções executivas em idosos acometidos por doenças crônico-degenerativas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ivone Lúcia Brito

    2012-07-01

    Full Text Available O avanço das condições de saúde vem propiciando o aumento da longevidade e conseqüentemente uma expectativa de vida maior. Esta pesquisa foi elaborada com o objetivo de verificar a existência de déficit no desempenho das Funções Executivas em idosos acometidos com doenças crônico-degenerativas através do Teste Wisconsin de Classifica��ão de Cartas, bem como investigar patologias associadas (depressão e ansiedade e suas implicações na vida dos idosos. Participaram do estudo30 idosos de ambos os sexos, com idade igual ou superior a 60 anos, diagnosticados com doenças crônico-degenerativas (Diabetes Mellitus e Hipertensão Arterial. O delineamento foi de um estudo quantitativo e transversal, tendo como instrumentos: Ficha de Dados Sociodemográficos, Teste Wisconsin de Classificação de Cartas (WCST, Inventário de Depressão de Beck (BDI-I, Inventário de Ansiedade de Beck (BAI e Escala de Depressão Geriátrica (GDS. Os resultados apontam que os idosos demonstraram dificuldades nodesempenho das tarefas conforme descritores do WCST.Verifica-se correlações altamente significativas entre o total do escore do BAI com o GDS (r=0,667, p<0,001, o que significa que, na medida em que os sintomas de ansiedade aumentam, aumenta também os sintomas depressivos.

  6. Perfil da automedicação em idosos no Município de Barretos/ São Paulo/ Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabricia Helena SANTELLO, Eliana REDIGOLO, Wilma Maria da Matta TONIELLO, Sally Cristina Moutinho MONTEIRO

    2013-12-01

    Full Text Available Automedicação é o consumo de medicamentos não prescritos, onde o paciente decide qual substância usar. Essa prática pode provocar danos à saúde ou mascarar sintomas de doenças mais graves. O medicamento se tornou um elemento importante na recuperação e garantia da qualidade de vida; no entanto, há riscos evitáveis associados a seu uso que podem ser minimizados pela racionalização do consumo desses produtos. Os idosos consomem mais medicamentos que outros grupos etários, sendo mais suscetíveis ao uso irracional desses. Esse estudo objetivou identificar os determinantes associados à prática da automedicação em idosos da cidade de Barretos/São Paulo/Brasil. O estudo foi conduzido na zona urbana da cidade de Barretos-SP, e os questionários aplicados em uma amostra populacional de 122 indivíduos entre 60 anos ou mais. Os dados foram processados e analisados através das porcentagens. Do total (122 pacientes,11,48% relataram utilizar apenas medicamentos prescritos e 88,52% consomem medicamentos sem prescrição. Os fármacos mais consumidos pelos idosos que praticam automedicação são os analgésicos e antipiréticos (76,23%. Dentre as justificativas apresentadas para a automedicação, cefaleia foi a mais frequente (66,69%, seguida por febre (61,48%. Esses achados sugerem falta de controle sobre a aquisição de medicamentos por idosos dessa região, favorecendo a ocorrência das consequências danosas da automedicação.

  7. A promoção da saúde em idosos com apoio social

    OpenAIRE

    Reis, Marta Gracinda Tavares

    2011-01-01

    O aumento da esperança média de vida está associado à necessidade crescente de serviços sociais e cuidados de saúde, designadamente em razão do aumento da prevalência de doenças crónicas. Objectivo(s): Caracterizar as necessidades e prioridades das pessoas idosas com doença crónica, tendo subjacentes as áreas da promoção da saúde e os cuidados prestados. Métodos: Consiste num estudo exploratório do tipo quantitativo e descritivo. Os instrumentos utilizados foram: i) Questionário sócio-d...

  8. Perfil de idosos hospitalizados segundo Viginia Henderson: contribuições para o cuidado em enfermagem Profile of hospitalized elderly according to Viginia Henderson: contributions for nursing care

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Machado Pinheiro

    2016-07-01

    Full Text Available Objetivo: descrever o perfil do idoso hospitalizado com doença crônica não transmissível embasados na Teoria de Virginia Henderson. Método: Pesquisa quantitativa e descritiva, realizada em junho de 2013. Os participantes são idosos maiores de 60 anos, admitidos nas clínicas médicas de um Hospital Universitário de Niterói, RJ. Utilizou-se escalas Katz e Lawton para avaliar capacidades funcionais. Técnica de coleta questionário semi-estruturado e análise dos dados apresentados em análise estatística simples. Pesquisa aprovada sob nº CAAE-5599.0.000.258-10. Resultados: Total de 43 participantes, 25 (58,14% do sexo masculino e 18 (41,86% do sexo feminino, 20 (46,51% casados, 14 (32,55% diagnóstico principal de doença cardiovascular, 37 (86,04% e 24 (55,81% independentes para as atividades de vida diária e instrumental, respectivamente. Conclusão: A perspectiva gerontológica implica em considerar a pessoa como sujeita e participante do planejamento das ações de cuidado, onde a enfermeira identifica as necessidades e especificidades frente ao processo de envelhecimento e hospitalização.

  9. Caracterização do uso de medicamentos entre idosos cadastrados em uma unidade de Atenção Primária à Saúde de Diamantina, Minas Gerais, Brasil, 2011

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hellen Lilliane CRUZ; Renata Aline ANDRADE; Lorena Ulhôa ARAÚJO; Delba Fonseca SANTOS

    2014-12-01

    Full Text Available Este estudo visa caracterizar o acesso e uso de medicamentos entre os idosos cadastrados em uma Unidade de Aten- ção Primária à Saúde, em Diamantina, Estado de Minas Gerais, Brasil. Estudo descritivo com idosos (idade igual ou superior a 60 anos cadastrados na unidade de saúde no período de janeiro a dezembro de 2011, com a realização de entrevistas domiciliares e aplicação de um questionário semi-estruturado e padronizado. A média de medicamentos consumidos foi 2,6 por idoso e a polifarmácia evidenciada em 18,3% dos casos. Dos medicamentos prescritos, 82,5%, foram dispensados gratuitamente no sistema público do município, destes 64,2% eram para o sistema cardiovascular. Os cardiovasculares foram à classe de medicamentos mais utilizada (diuréticos e sistema renina angiotensina com 61,3%. Desta forma os resultados apresentados foram comparáveis ao encontrado em outras pesquisas sobre o uso de medicamentos por idosos, confirmando a importância dos medicamentos na atenção à saúde do idoso.

  10. Adesão à prescrição médica em idosos de Porto Alegre, RS Medication adherence of elderly in Porto Alegre, RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiane Hoffmeister Rocha

    2008-04-01

    Full Text Available Polifarmácia e falta de adesão à prescrição médica são problemas freqüentes na terapêutica farmacológica de idosos que podem prejudicar o resultado do seu tratamento. Realizou-se um estudo transversal exploratório e quantitativo em base populacional para levantar a freqüência de idosos aderentes e avaliar se a polifarmácia interfere na adesão. A pesquisa foi realizada com 466 idosos de Porto Alegre, RS. Os instrumentos foram aplicados por entrevista individual. A freqüência de idosos aderentes foi de 173 (37,1% e maior entre os que utilizavam menos fármacos. Os resultados encontrados sugerem a implementação de programas educacionais para auxiliar os idosos no seguimento à terapêutica farmacológica.Polipharmacy and medication non-adherence are problems faced frequently in the treatment of elderly patients. An exploratory cross-sectional study and quantitative approach were conducted to assess the frequency of treatment-adherence in elderly and how polipharmacy can affect adherence. Four hundred and sixty six elderly answered a questionnaire in Porto Alegre, RS in individual interviews. The adherence frequency found was 173 (37.1% and was higher among those, who use less medication. These results indicate the need for implementing educational programs for the elderly in order to help them to follow their drug therapy.

  11. Depressive symptoms and motor performance in the elderly: a population based study Sintomas depressivos e desempenho motor em idosos: estudo de base populacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kleyton T. Santos

    2012-08-01

    Full Text Available BACKGROUND: There is a growing incidence of depression in the elderly, and this impairment interferes directly in the reduction of motor skills. OBJECTVE: This study aims to examine the association between depressive symptoms and motor performance in community-dwelling elderly. METHOD: This is a cross-sectional study that analyzed data from 316 elders of a home and population-based epidemiological survey. The information used was: socio-demographic characteristics; motor performance tests; physical activity; and Geriatric Depression Scale. The data were analyzed using the Statistical Package for Social Sciences. Mann-Whitney U test, chi-square, Spearman correlation and Poisson regression, with a confidence interval of 95%, were calculated. RESULTS: For all motor tests, motor performance was negatively associated with depressive symptoms, regardless of gender, age, literacy and illiteracy, per capita income and physical activity. Elderly people with depressive symptoms have between 58% and 82% more functional limitation, depending on the motor performance test compared to those who were not depressed. CONCLUSIONS: There is an inverse relationship between depressive symptoms and motor performance in the elderly.CONTEXTUALIZAÇÃO: É crescente a ocorrência de depressão em idosos, e esse acometimento interfere diretamente na redução da capacidade motora. OBJETIVO: Analisar a associação entre sintomas depressivos e desempenho motor em idosos residentes na comunidade. MÉTODO: Trata-se de um estudo transversal que analisou dados de 316 idosos de uma pesquisa epidemiológica de base domiciliar e populacional. As informações usadas foram: características sociodemográficas; testes de desempenho motor; atividade física e Escala de Depressão Geriátrica. Os dados foram analisados no The Statistical Package for Social Sciences, sendo realizados testes U de Mann-Whitney, qui-quadrado, Correlação de Spearman e regressão de Poisson, com

  12. Caracterização das quedas em idosos socorridos pelo serviço de atendimento móvel de urgência

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kennia Sibelly Marques de Abrantes

    2013-12-01

    Full Text Available Introdução: Atualmente, o aumento da expectativa de vida tem chamado a atenção quanto às condições de saúde durante esses anos adicionais e quanto à possibilidade de incidências futuras de morbidades e mortalidade e diversos problemas de saúde, como as quedas. Objetivo: Verificar a associação entre as características da queda e o grupo etário. Métodos: Trata-se de um estudo transversal. Os dados foram coletados por meio de um formulário específico nos meses de março a junho de 2012 e analisados por meio do Statistical Package for the Social Sciences (SPSS, versão 17.0. As associações foram verificadas por meio do teste ÷2 de Pearson ou do teste exato de Fisher com extensão de Freeman-Halton, quando apropriado, sendo adotado o nível de significância α<5%. Resultados: Observou-se um total de 93 idosos vítimas de quedas. Prevaleceu o grupo de faixa etária igual ou maior que 80 anos (47,3%, do sexo feminino (62,4%, com ensino fundamental incompleto ou acima (51,6%, sem renda ou com renda de até um salário mínimo (66,7%, residindo sem companheiro (65,6%. A ocorrência de quedas em idosos mostrou associação entre grupo etário e sexo (p=0,004, situação conjugal (p=0,002, hospitalização (p=0,047 e lugar da queda (p=0,006. Conclusão: Os idosos com 70 anos ou mais foram os que se apresentaram em maior proporção no tempo de hospitalização, e, no que se refere ao lugar de ocorrência da queda, observou-se que, entre os idosos mais velhos, destacou-se um maior percentual de quedas em casa, principalmente quando comparados aos idosos mais jovens.

  13. Condições de saúde e tabagismo entre idosos residentes em duas comunidades brasileiras (Projetos Bambuí e Belo Horizonte

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Peixoto Sérgio Viana

    2006-01-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi determinar a prevalência do tabagismo e verificar os fatores associados a este hábito entre idosos (> 60 anos. O estudo foi conduzido na Região Metropolitana de Belo Horizonte e na Cidade de Bambuí, ambas localizadas em Minas Gerais, Brasil. Foram selecionados 1.774 idosos na Região Metropolitana e 1.742 em Bambuí. Na Região Metropolitana, a prevalência de tabagismo atual e passado foi de 19,6% e 39,2% entre os homens, e 8,1% e 14,1% entre as mulheres, respectivamente. Em Bambuí, os dados correspondentes foram 31,4% e 40,2% entre os homens, e 10,3% e 11,2% entre as mulheres, respectivamente. Na Região Metropolitana, os indicadores de pior condição de saúde e pior capacidade funcional apresentaram associações significantes com o tabagismo passado, mas estas associações não foram observadas em Bambuí. Entre os fumantes atuais, as associações pesquisadas não foram consistentes. Estes resultados mostram a grande heterogeneidade dos fatores associados ao tabagismo, como observado em países desenvolvidos. As estratégias para a redução do tabagismo nessa população devem considerar esta ausência de associação entre sinais e sintomas e o hábito de fumar.

  14. O modo de vida do idoso ribeirinho amazônico em imagens e linguajar cultural

    OpenAIRE

    Nascimento, Rodolfo Gomes do; Cardoso, Ronald de Oliveira; Santos, Zeneide Nazaré Lima dos; Pinto, Denise da Silva; Magalhães, Celina Maria Colino

    2015-01-01

    Esta produção tem o intuito de apresentar fotografias e textos, resultados de uma proposta de investigação sobre o ambiente e o cotidiano de idosos ribeirinhos amazônicos. Traz, na sua composição, elementos culturais típicos dessa região e peculiaridades próprias do processo de envelhecimento à margem dos rios. This production has the intent to present photos and texts, results of a research proposal about the environment and the daily life of Amazon’s riverine elderly. Brings in its compo...

  15. Tratamentos alternativos na gonalgia de idosos institucionalizados em lares : avaliação da eficacia da acupuntura e da reabilitação física

    OpenAIRE

    Rodrigues, Martinha Maria Fernandes Alves

    2014-01-01

    A gonalgia é um problema muito comum nos idosos de etiologia complexa que pode interferir na qualidade de vida, na mobilidade, nas atividades de vida diária e ao nível de fatores psicossociais. Este estudo tem como finalidade estudar a eficácia de dois tipos de tratamentos, a acupuntura e reabilitação física em idosos institucionalizados em lares com gonalgia ao longo do tempo. Pretendemos igualmente salientar que a acupuntura e a reabilitação física com incidência na gonalgia não atuam ap...

  16. Métodos de avaliação de atividade física: uma revisão sistemática focada em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Deisy Terumi Ueno

    2013-03-01

    Full Text Available DOI: http://dx.doi.org/10.5007/1980-0037.2013v15n2p256 Dentre os diferentes instrumentos para medida da atividade física, o uso de questionários, pedômetros e acelerômetros na população idosa é algo bastante frequente. O objetivo do estudo foi analisar, dentre os instrumentos de medida da atividade mais utilizados em idosos, o protocolo mais adotado para cada instrumento e explorar possíveis vantagens e desvantagens dos métodos utilizados para o mesmo instrumento. Para tanto, efetuou-se uma busca em bases de dados, além de referências cruzadas dos artigos selecionados, dos quais foram selecionados 16 estudos. Os estudos analisados demonstram que questionários normalmente são aplicados em forma de entrevista ou autoadministrado, avaliando os domínios de lazer, esporte e atividades domésticas, com tempo de recordação de uma semana típica do último mês. Já em relação aos pedômetros e acelerômetros, 5 dias têm sido considerados suficientes para a coleta de dados. Os aparelhos são frequentemente utilizados na cintura ou quadril com uma cinta ou preso à roupa, e retirados apenas quando os idosos forem realizar atividades aquáticas ou dormir. A utilização de um ou outro instrumento deve levar em conta as vantagens e desvantagens que influenciarão na escolha do mesmo, como número de participantes a serem avaliados, tempo disponível para avaliação, entre outros. A utilização de acelerômetro juntamente com a aplicação de um questionário de AF pode ceder medidas mais confiáveis e precisas quanto ao nível de AF, porém recomenda-se que em idosos os questionários sejam realizados sob a forma de entrevista, a fim de minimizar possíveis erros de interpretação das questões.

  17. Bem-estar subjectivo, auto-estima e autopercepções no domínio físico em idosos : estudo comparativo entre idosos praticantes e não praticantes de actividade física regular

    OpenAIRE

    Leandro, Carlos José Duarte

    2011-01-01

    Dissertação de mestrado em Exercício e Saúde em Populações Especiais, apresentada à Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Fisica da Universidade de Coimbra O estudo do bem-estar subjectivo, da auto-estima e das autopercepções no domínio físico em populações idosas, em Portugal, é reduzido, designadamente na comparação entre idosos activos e sedentários. Verifica-se actualmente, que o número de idosos praticantes de actividade física está a aumentar, porém ainda é insuficiente em rel...

  18. Intervenção fisioterapêutica na dor e na qualidade de vida em idosos com esclerose sistêmica. Relato de casos

    OpenAIRE

    Jorge, Matheus Santos Gomes; Wibelinger, Lia Mara; Knob, Bruna; Zanin, Caroline

    2016-01-01

    RESUMO JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A esclerose sistêmica é uma doença crônica, multissistêmica e autoimune, caracterizada por angiopatia disseminada em pequena e microcirculação, fenômeno de Raynoud e fibrose cutânea e de órgãos internos. A fisioterapia tem se mostrado uma alternativa eficaz no combate aos agravos osteomioarticulares causados pela doença. O objetivo deste estudo foi verificar os efeitos de um programa de intervenção fisioterapêutica na dor e na qualidade de vida de dois idoso...

  19. Adaptação e validação da ASKAS – Aging Sexual Knowledge and Attitudes Scale em idosos brasileiros

    OpenAIRE

    Helena Brandão Viana; Vera Aparecida Madruga; Edinêis de Brito Guirardello; Dirceu da Silva

    2013-01-01

    Neste trabalho abordamos a temática da sexualidade no envelhecimento. O objetivo da pesquisa foi realizar a adaptação cultural de uma escala norte-americana (ASKAS -Aging sexual knowledge and attitudes scale), que avalia o conhecimento e atitude das pessoas em relação à sexualidade do idoso. Para isso, foram utilizadas as Recomendações do Instituto para Trabalho e Saúde de Toronto (Canadá). Espera-se que essa pesquisa venha facilitar futuros estudos sobre sexualidade no envelhecimento, amplia...

  20. Adaptação e validação da ASKAS – Aging Sexual Knowledge and Attitudes Scale em idosos brasileiros

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Helena Brandão Viana

    2013-10-01

    Full Text Available Neste trabalho abordamos a temática da sexualidade no envelhecimento. O objetivo da pesquisa foi realizar a adaptação cultural de uma escala norte-americana (ASKAS -Aging sexual knowledge and attitudes scale, que avalia o conhecimento e atitude das pessoas em relação à sexualidade do idoso. Para isso, foram utilizadas as Recomendações do Instituto para Trabalho e Saúde de Toronto (Canadá. Espera-se que essa pesquisa venha facilitar futuros estudos sobre sexualidade no envelhecimento, ampliando, assim, o conhecimento produzido no Brasil sobre essa temática.

  1. Diagnósticos de enfermagem identificados em idosos hospitalizados: associação com as síndromes geriátricas

    OpenAIRE

    Sousa, Renata Miranda de; Santana, Rosimere Ferreira; Santo, Fátima Helena do Espírito; Almeida, Janine Geronimo de; Alves, Luise de Almeida Ferreira

    2010-01-01

    Identificar e analisar os diagnósticos de enfermagem associados à presença das síndromes geriátricas em idosos hospitalizados. MÉTODOS: Trata-se de um estudo de abordagem quantitativo, utilizando-se das técnicas de pesquisa, entrevista semiestruturada e formulários específicos da gerontologia. Os sujeitos foram 66 pessoas com mais de 65 anos, internadas nas unidades clínicas e cirúrgicas do Hospital Universitário Antonio Pedro, Niterói-RJ, Brasil. RESULTADOS: Identificamos 394 diagnósticos de...

  2. Incidência de depressão e fatores associados em idosos residentes na comunidade: revisão de literatura

    OpenAIRE

    Pinho, Miriam Ximenes; Custódio, Osvladir; Makdisse, Marcia

    2009-01-01

    Resumo Depressão geriátrica ocorre com frequência, mesmo na população residente na comunidade. Vários fatores de risco associados estão descritos na literatura. O objetivo deste estudo é realizar uma revisão da literatura sobre a incidência de depressão geriátrica e os fatores de risco associados em idosos residentes na comunidade. Para este fim, realizou-se revisão bibliográfica da literatura sobre o tema, sendo efetuada consulta às bases de dados MEDLINE, PUBMED, LILACS e SCIELO, utilizando...

  3. Avaliação de sintomas depressivos em uma amostra de idosos com diabetes mellintus no município de Cabedelo - PB

    OpenAIRE

    Suely de Lima Costa Martins, Sandra

    2011-01-01

    O processo de envelhecimento humano acontece durante toda a vida, sendo caracterizado principalmente pela diminuição da capacidade funcional e biopsicossocial dos indivíduos. Estudos comprovam que com o aumento da idade e das doenças crônicas, cresce também o número de doenças psiquiátricas, e entre elas a depressão. A presente pesquisa objetivou averiguar a existência de sintomas depressivos em pacientes idosos com Diabetes Mellitus (DM), nas Unidades Básicas de Saúde da Famíl...

  4. Nutritional status of adults and elderly patients admitted in an university hospital Perfil nutricional de pacientes adultos e idosos admitidos em um hospital universitário

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nathálie Crestani

    2011-12-01

    Full Text Available Objective: To identify the nutritional status of adults and elderly patients admitted in an university hospital. Materials and Methods: This is a cross-sectional, retrospective and descriptive study. The nutritional assessment was conducted by using the body mass index (BMI and the subjective global assessment (SGA, which classifies patients into three categories: well nourished (A, moderately or suspected of being malnourished (B or severely malnourished (C. All data (SGA, BMI and primary condition were collected from information present in the evaluation forms filled in the nutritional routine, which are performed within seventy-two hours after admission. The study was approved by the Scientific and Ethics Committee for Research of PUCRS. Results: The study included 32 adults and 36 elderly (n=68. In relation to the SGA, 46,9% of adults were classified as well nourished (A and 53,1% as moderately (or suspected of being malnourished (B. Among elderly patients, 25% were classified as well nourished (A and 75% as moderately (or suspected of being malnourished (B. The BMI showed 37,5% of adults as eutrophic and 62,5% as overweight or obesity; the elderly were classified as 50% eutrophic, 36,1% overweight and 13,9% underweight. Conclusion: The nutritional status of the studied patients was characterized by the high prevalence of nutritional risk and overweight/obesity in both groups. This reality seems to translate, at the hospital level, the situation of nutritional transition experienced in our country today. In addition, the results point the importance of using more than one method of nutrition screening in patients admitted in hospitals, in order to obtain greater precision in the assessment.Objetivo: Identificar o perfil nutricional de pacientes adultos e idosos admitidos em um hospital universitário. Materiais e Métodos: Trata-se de um estudo transversal, retrospectivo e descritivo. Foram utilizados para avaliação nutricional o

  5. Fatores determinantes da capacidade funcional em idosos longevos Determinant factors of functional status among the oldest old

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silvana L. Nogueira

    2010-08-01

    Full Text Available CONTEXTUALIZAÇÃO: A faixa etária que mais cresce no Brasil e no mundo é a de idosos com 80 anos e mais. Entre esses indivíduos, a prevalência de incapacidades e morbidades é maior que em outros grupos. OBJETIVOS: Investigar a influência de fatores socioeconômicos, demográficos, biológicos e de saúde, nutricionais, de relações sociais, além da autoavaliação da saúde sobre a capacidade funcional de idosos longevos (80 anos e mais. MÉTODOS: Trata-se de um estudo transversal, de base populacional, em que os dados foram obtidos por meio de questionários e medidas antropométricas. A capacidade funcional foi avaliada utilizando-se o modelo desenvolvido por Andreotti e Okuma (1999. Foram realizadas análises univariada e multivariada. RESULTADOS: Os fatores independentes associados à pior capacidade funcional foram: ter 85 anos e mais (OR=2,91, ser do gênero feminino (OR=6,09, fazer uso contínuo de cinco ou mais medicamentos (OR=2,67, não visitar parentes e/ou amigos pelo menos uma vez por semana (OR=11,91 e considerar a própria saúde pior que a de seus pares (OR=4,40. CONCLUSÕES: Os resultados sugerem que a capacidade funcional está associada a uma complexa rede de fatores multidimensionais, sendo importante o desenvolvimento de ações relacionadas àqueles fatores que são passíveis de intervenção, visando propiciar melhores condições de saúde e qualidade de vida a esses indivíduos.BACKGROUND: The fastest-growing age group in Brazil and around the world is the oldest-old group (aged 80 and over. Among these individuals, the prevalence of disability and morbidity is higher than in other groups. OBJECTIVES: To investigate the influence of socioeconomic, demographic, biological, health, nutritional, and social factors, as well as perceived health, on the functional status of the oldest old. METHODS: This was a cross-sectional population-based study in which the data were collected by means of questionnaires and

  6. Mutação BRAF em pacientes idosos submetidos à tireoidectomia BRAF mutation in the elderly submitted to thyroidectomy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antonio Augusto T. Bertelli

    2013-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a frequência da mutação V600E do gene BRAF em pacientes com mais de 65 anos de idade submetidos à tireoidectomia, correlacionando sua presença ou ausência com as diferentes lesões histológicas, com as variantes e com fatores prognósticos do carcinoma papilífero. MÉTODOS: Foram avaliados 85 pacientes com mais de 65 anos de idade submetidos à tireoidectomia, analisando a mutação BRAF V600E através de reação de PCR-RT realizada após a extração do DNA dos blocos de parafina. RESULTADOS: Detectou-se ausência ou presença da mutação BRAF V600E em 47 pacientes (55,3%. Entre os 17 carcinomas papilíferos estudados, sete apresentavam a mutação (41,2%. Demonstrou-se associação estatística entre a presença desta mutação e a variante clássica do carcinoma papilífero, além de tendência de associação com o extravasamento tireoideano. CONCLUSÃO: A mutação BRAF nos pacientes idosos também é exclusiva do carcinoma papilífero e tem frequência expressiva. Além disso, está relacionada à variante clássica e, possivelmente, ao extravasamento tireoideano.OBJECTIVE: To evaluate the frequency of the BRAF V600E mutation in patients over 65 years of age undergoing thyroidectomy, correlating its presence or absence with the different histologic lesions, their variants and with prognostic factors of papillary carcinoma. METHODS: We evaluated 85 patients over 65 years of age who underwent thyroidectomy, analyzing the BRAF V600E mutation by RT-PCR performed after DNA extraction from the paraffin blocks. RESULTS: The study detected the presence or absence of BRAF V600E mutation in 47 patients (55.3%. Among the 17 papillary carcinomas studied, seven had the mutation (41.2%. There was a statistical association between the presence of this mutation and the classic variant of papillary carcinoma, and a trend of association with thyroid extravasation. CONCLUSION: BRAF mutation in the elderly is also exclusive of

  7. Desempenho de idosos em uma tarefa motora de demanda dupla de controle Aging motor performance in a dual task control

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paula Regina Gehring

    2009-09-01

    Full Text Available A literatura sobre o processo de envelhecimento tem sistematicamente demonstrado a diferença de desempenho entre populações jovens e idosas. Em geral, os delineamentos de pesquisa envolvem indivíduos de 60 e até mesmo de 90 anos de idade, enquanto o grupo de jovens é representado por indivíduos em torno de 20 anos de idade. Esse procedimento pode ocultar mudanças de desenvolvimento que talvez influencie a interpretação dos resultados. Assim, o objetivo desse estudo foi examinar o efeito da idade cronológica no desempenho de uma habilidade motora. Foi utilizado um aparelho que possibilitou a execução de uma tarefa de posicionamento linear combinada ao controle de força. Os participantes receberam conhecimento de resultados verbal após a execução de 10 tentativas sobre o objetivo de atingir 20% da força máxima e o deslocamento de 35 cm. O desempenho foi medido pelo erro absoluto. A amostra contou com 150 participantes de 60 a 86 anos de idade, que realizaram as tentativas com a mão não-dominante e vendados. Os participantes foram divididos em três grupos etários (60, 70, 80 anos e o desempenho também foi comparado a um grupo jovem (21 a 30 anos de idade. Houve correlação baixa, mas significante entre idade e controle de distância. Não houve diferença significante entre os grupos (exceto G20 e G80. Apesar da observação empírica dos instrutores sobre a diferença no desempenho motor de idosos de diferentes faixas etárias, o presente estudo não mostrou tais diferenças no desempenho dessa tarefa em particular. Talvez, considerando que os participantes eram fisicamente ativos, possíveis diferenças de desempenho relativas ao processo de envelhecimento, possam ter sido sobrepostas pelo estilo de vida ativo.Motor behavior literature about aging process has systematically shown differences in performance between young and old populations. Experimental designs involve groups of old, ranging from 60 to even over 90 years

  8. Arranjos e rede de apoio familiar de idosos que vivem em uma área rural

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daiane Bertuzzi

    2012-01-01

    Full Text Available Este estudio identifica los diferentes arreglos de vivienda, describe la red de apoyo familiar de los ancianos que viven en una zona rural. Es un estudo transversal, realizado com 36 ancianos, a través de entrevistas em el hogar. Los resultados mostraron un mayor número de mujeres (80,6% en adultos mayores, con buenas condiciones de vivienda y ingreso. La disposición de la familia más común fue trigenerational (50%, con domicilio en las personas mayores, hijos y nietos. Hubo un proceso de doble vía de las transferencias informales entre los jefes de hogar mayores y otros familiares que viven con las personas mayores. En las familias donde los ancianos no es el jefe de familia, los ancianos reciben más ayuda que ellos proporcionan, mientras que lo contrario ocurrió en las familias donde la persona mayor es el jefe. Este estudo permite acciones para la población rural de edad avanzada y sus famílias.

  9. VELHOS AMORES: A REPRESENTAÇÃO DOS HOMOSSEXUAIS IDOSOS EM CURTAS CONTEMPORÂNEOS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flavi Ferreira Lisboa Filho

    2013-06-01

    Full Text Available Este artigo investiga as representações de homossexuais idosos, que figuram no cinema contemporâneo, através da análise de dois curtas-metragens, um ficcional, “Depois de tudo” (Rafael Saar, 2008, e outro um filme documentário, “Bailão” (Marcelo Caetano, 2009. Buscamos compreender de que forma esses personagens são construídos nas narrativas e o que essas representações cinematográficas implicam para a construção da democracia e no reconhecimento desses sujeitos. Para debatermos essas questões nos apoiamos principalmente nos pressupostos teóricos de Boaventura de Souza Santos (2007 e Alain Touraine (1998; 2007; 2009.

  10. Efetividade da fisioterapia associada à dança em idosos saudáveis: ensaio clínico aleatório

    OpenAIRE

    Barboza, Natália Mariano; Floriano, Eduardo Nascimento; Motter, Bruna Luísa; Silva, Flávia Cristina da; Santos, Suhaila Mahmoud Smaili

    2014-01-01

    Objetivo: verificar a efetividade da fisioterapia associada à dança em idosos saudáveis nos desfechos "equilíbrio", "flexibilidade" e "agilidade". Métodos: ensaio clínico aleatório, no qual a amostra foi composta por 22 indivíduos e posteriormente aleatorizada em dois grupos: controle (GC; 7M/4H; idade= 74,1±7,3; n=11) e intervenção (GI; 9M/2H; idade= 75,7±7,8; n=11). Os grupos foram submetidos às seguintes avaliações realizadas no período pré e pós-intervenção: avaliação do equilíbrio p...

  11. PREVALÊNCIA DE ANEMIA, PERFIL COMPORTAMENTAL E ASPECTOS NUTRICIONAIS EM IDOSOS RESIDENTES DE CIDADE DE PEQUENO PORTE DO SUL DO BRASIL.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Larissa CASTELACI

    2016-12-01

    Full Text Available A diminuição da capacidade fisiológica e o declínio funcional dos órgãos, associados ao aumento da expectativa de vida, tornam os idosos mais propensos ao desenvolvimento de doenças. A anemia é uma patologia comum nos idosos, associada a várias condições crônicas, com sintomas que podem ser confundidos pela própria idade. Com o objetivo de avaliar a prevalência de anemia e identificar fatores associados em idosos residentes no município de Nova Roma do Sul- RS, foi realizado um estudo transversal. A coleta de dados ocorreu entre março e agosto de 2016, através de visitas domiciliares para aplicação de questionários, que identificaram informações demográficas, comportamentais e alimentares. Foram mensuradas medidas antropométricas e amostras de sangue, para exames bioquímicos. Presença de anemia foi identificada a partir da concentração sanguínea de hemoglobina, seguindo os valores de referência estabelecidos pela OMS (<12g/dL mulheres, <13g/dL homens. Foram avaliados 294 idosos, onde a prevalência geral de anemia foi de 4,4%. Quando associados, os resultados com maior prevalência do desfecho foram: idade avançada (12,5%, não ter filhos (11,1%, dormir 9 horas ou mais (7,4%, diagnóstico de diabetes mellitus (13,0% e hipertensão arterial (7,4%, e o consumo elevado de alimentos gordurosos (9,0%. A regressão logística ajustada foi significativa para diagnóstico de diabetes mellitus e consumo elevado de alimentos gordurosos, apresentando respectivamente odds ratio de 7,97 (p=0,004 e 4,01 (p=0,043. A prevalência de anemia em idosos residentes de Nova Roma do Sul- RS foi baixa, no entanto, assim como outras doenças que acometem esta população, merece atenção clínica e tratamento adequado.

  12. Fall-related factors among less and more active older outpatients Fatores associados a quedas em pacientes idosos ambulatoriais menos ativos e mais ativos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Monica R. Perracini

    2012-04-01

    Full Text Available BACKGROUND: Fall-related factors in older adults with different levels of physical activity, within a multidimensional approach, have not been widely investigated. OBJECTIVE: To explore fall-related factors among older adults with different physical activity levels. METHODS: A cross-sectional, exploratory study with 118 older adult outpatients. Participants who reported at least one fall in the previous 12 months were considered fallers. The activity level was assessed through the Human Activity Profile. A cutoff of 54 points was used to define the less active group and the more active group. A multidimensional questionnaire and a set of physical functioning tests were applied. RESULTS: Fall prevalence was lower among the more active older adults (47.4% when compared with the less active older adults (71.4% (pCONTEXTUALIZAÇÃO: Fatores relacionados a quedas em idosos com diferentes níveis de atividade física, por meio de uma abordagem multidimensional, não têm sido amplamente investigados. OBJETIVO: Explorar os fatores relacionados a quedas em idosos com diferentes níveis de atividade física. MÉTODOS: Estudo transversal exploratório com 118 pacientes idosos ambulatoriais. Participantes que relataram ao menos uma queda nos últimos 12 meses foram considerados caidores. O nível de atividade física foi avaliado por meio do Perfil de Atividade Humana (PAH. O ponto de corte de 54 pontos foi usado para definir o grupo menos ativo e o grupo mais ativo. Um questionário multidimensional e uma bateria de testes físico-funcionais foram utilizados. RESULTADOS: A prevalência de quedas foi menor no grupo de idosos mais ativos (47,4% quando comparada à dos idosos menos ativos (71,4% (p<0,013. A análise de regressão logística multivariada identificou que, no grupo mais ativo, ter caído estava associado a sintomas depressivos (OR=0,747, IC95%=0,575-0,970; p=0,029, preocupação em cair (OR=1,17, IC95%=1,072-1,290; p=0,001 e velocidade de

  13. Tontura em idosos da comunidade: estudo de base populacional Dizziness in community-dewelling older adults: a population-based study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suzana Albuquerque de Moraes

    2011-12-01

    Full Text Available A queixa de tontura é comum em idosos. OBJETIVO: Identificar a prevalência de tontura e os fatores associados em uma amostra de idosos que vivem na comunidade. MATERIAL E MÉTODO: Estudo de coorte histórica prospectivo, com idosos de 65 anos ou mais. Foi utilizado um inquérito multidimensional e uma bateria de testes físico-funcionais. RESULTADOS: A prevalência de tontura foi de 45%. A tontura giratória foi relatada por 70,4% dos idosos e 43,8% disseram já ter tido crises vertiginosas em algum momento da vida. Houve associação significativa entre queixa de tontura e gênero feminino (p=0,004, relato de dificuldade de memória (p=0,015, má percepção de saúde (p=0,001, depressão (pDizziness is a common complaint among older adults. AIM: To identify the prevalence of dizziness and its related factors in a sample of community-dwelling older adults. METHODS: A prospective population-based study with a representative sample of older adults aged 65 years and over. A multidimensional questionnaire and a battery of measures were used for assessing physical function. RESULTS: The prevalence of dizziness was 45%. Vertigo was found in 70.4% of older adults with dizziness and 43.8% of them referred vertigo crises along life. A significant association was found between dizziness and female gender (p=0.004, memory difficulties complaints (p=0.015, bad health perception (p=0.001, depression (p<0.0001, five or more comorbidities (p=0.021, self-reported fatigue (p<0.0001, recurrent falls (p=0.001, excessive sleepiness (p=0.003, fear of falling (p<0.0001, left leg unipedal stance (p=0.002 and Short Performance Physical Battery score (p=0.009. CONCLUSION: Dizziness is a common complaint among older adults and it is associated with limiting clinical conditions, such as depression, fatigue, excessive sleepiness and impaired memory. It is highlighted the association between dizziness and recurrent falls, fear of falling and lower performance in physical

  14. Xerostomia em pacientes idosos: relação com o fluxo salivar, proteínas totais, capacidade tampão, pH e medicação em uso

    OpenAIRE

    Adriana Oliveira Terci

    2007-01-01

    O objetivo deste trabalho foi o de investigar as relações entre a queixa de boca seca, em uma população de idosos em bom estado geral, com o fluxo salivar não estimulado, a concentração de proteínas salivares, o pH e a capacidade tampão da saliva, além de considerar as medicações de uso diário consumidas por esses indivíduos. Foram selecionados de forma seqüencial e aleatória 85 pacientes, 13 homens e 72 mulheres, entre os 60 e 82 anos de idade, com média de 68,5 anos. Vinte e um pacientes, t...

  15. O uso do Mini-Exame do Estado Mental em pesquisas com idosos no Brasil: uma revisão sistemática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Mendonça de Melo

    2015-12-01

    Full Text Available Resumo O Mini Exame do Estado Mental (MEEM é o teste de rastreio cognitivo mais utilizado no mundo. No Brasil, diferentes versões e pontos de corte do MEEM têm sido usados. Para analisar seu uso em estudos empíricos brasileiros com idosos, efetuou-se uma revisão sistemática de artigos indexados na SciELO. Foram utilizados o nome completo do instrumento e sua abreviação para recuperar os textos. Observou-se uma tendência de crescimento da produção científica analisada, no período de 1998 a 2013. Foram mencionadas 11 versões do MEEM, destacando-se a de Bertolucci et al. Mais da metade das investigações fizeram uso da escolaridade como critério para estabelecer pontos de corte. Os estudos têm sido realizados predominantemente com amostras recrutadas em grandes cidades da região Sudeste e na comunidade. Não obstante a tendência de crescimento de pesquisas com idosos que utilizam o MEEM, as propriedades psicométricas dessa medida têm sido pouco investigadas. Apesar da ampla utilização do MEEM no Brasil, faltam padronização e evidências de validade para essa medida.

  16. Prevalência de violência por parceiro íntimo em idosos e fatores associados: revisão sistemática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Deise Warmling

    Full Text Available Resumo Este artigo tem por objetivo identificar a prevalência de violência por parceiro íntimo (VPI em idosos e seus fatores associados. Realizou-se revisão sistemática de estudos transversais de base populacional nas bases de dados PubMed, Lilacs e PsycInfo, sem restrições quanto ao período e idioma de publicação. Dois revisores independentes conduziram a seleção, extração dos dados e análise de qualidade metodológica. Dezenove artigos foram selecionados para análise. Houve variação do tipo de violência, sexo dos entrevistados e instrumentos utilizados. A maioria dos estudos apresentou qualidade metodológica moderada ou alta. A VPI ocorreu em homens e mulheres idosos, sendo mais prevalentes a violência psicológica e o abuso econômico. Os fatores associados mais frequentes foram o consumo de álcool, depressão, baixa renda, comprometimento funcional e exposição pregressa à violência.

  17. Total hip arthroplasty in the elderly: impact on functional performance Artroplastia total de quadril em idosos: impacto na funcionalidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rita C. Guedes

    2011-04-01

    Full Text Available OBJECTIVES: To compare gait and functional performance parameters in elderly subjects who had or had not total hip arthroplasty (THA. METHODS: Our sample comprised 23 elderly subjects (72±6.5 years of age with a mean of 2.6±1.3 years following THA, named the arthroplasty group (AG and 23 asymptomatic elderly subjects (70.1±5.9 years of age, named the control group (CG. Case and control subjects were paired by gender, age, body mass index and level of physical activity. The GAITRite® system was used to analyze various gait parameters in four situations: usual speed (US, fast speed (FS, slow speed (SS and dual task (DT; the Dynamic Gait Index (DGI and Timed Up and Go test (TUG methods were used to evaluate functional capacity. The statistical analyses were carried out using the Shapiro-Wilk test, Student's-t-tests for independent samples, chi-square tests, ANOVA for repeated measurements and paired Student's-t-tests. RESULTS: The AG had the worst results for gait speed (AG=1.18±0.13 and CG=1.39±0.09; p=0.012, symmetry index (SI of step length (AG=3.60±1.01 and CG=1.12±0.59; p=0.000, SI of step time (AG=-2.65±0.92 and CG=0.99±0.74; p=0.000, SI of stance phase (AG=-2.55 and CG=-1.04±0.50; p=0.005, SI of single support phase (AG=-2.17±0.78 and CG=1.21±0.51; p=0.003, DGI (AG=20.04±1.91 and CG=21.69±1.45; p=0.001 and TUG (AG=14.67±1.94 and CG=10.08±1.49; p=0.001. CONCLUSION: Elderly subjects with a history of THA had changes in gait parameters and lower performance in TUG test even 2.6±1,3 years after surgery, which suggests functional impairment.OBJETIVOS: Comparar os parâmetros da marcha e o desempenho funcional de idosos com e sem artroplastia total de quadril (ATQ. MÉTODOS: Foram selecionados 23 idosos (72±6,5 anos após média de 2,6±1,3 anos de ATQ e 23 idosos assintomáticos (70,1±5,9 anos, pareados por gênero, idade, índice de massa corpórea (IMC e nível de atividade física. Utilizou-se o sistema GAITRite® em quatro

  18. Relação entre a autopercepção da audição e a restrição ao lar em idosos do Rio Grande do Sul

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristina Loureiro Chaves Soldera

    2013-12-01

    Full Text Available A relação entre perda auditiva e restrição domiciliar pode gerar menor participação social e comunitária dos idosos, ainda não relatada em pesquisas científicas do nosso meio. O presente estudo busca verificar a associação entre o hábito de sair de casa, a autopercepção de audição, o sexo e a faixa etária em idosos residentes no Estado do Rio Grande do Sul. Os achados desta pesquisa demonstram que a perda auditiva parece ser um fator independente que contribui para o isolamento social do idoso.

  19. Identificação de fenótipos de electroencefalograma para neuroreabilitação em idosos

    OpenAIRE

    Ferreira, Daniela Patrícia da Silva

    2011-01-01

    Dissertação de mestrado integrado em Engenharia Biomédica (área de especialização em Electrónica Médica) Com a progressão da idade, o corpo humano e o cérebro em especial sofrem diversas alterações que os tornam mais frágeis. O envelhecimento cerebral leva a uma perda progressiva da plasticidade cerebral, o que leva a dificuldades em determinados processos cognitivos, tais como a memória, a concentração, a flexibilidade cognitiva e a tomada de decisão, entre outros. O envelheci...

  20. Carcinoma epidermóide da boca em idosos de São Paulo Squamous cell carcinoma of the mouth in the elderly in São Paulo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    MÁRIO R. PERUSSI

    2002-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar a influência das variáveis sexo e localização do tumor primário na sobrevida, em idosos portadores de câncer da boca. MÉTODOS: Estudo retrospectivo com 1440 fichas clínicas de pacientes com carcinoma epidermóide da boca do Serviço de Cirurgia de Cabeça e Pescoço do Hospital Heliópolis, São Paulo, de 1978-1997. Foram encontrados 562 idosos (idade mínima de 60 anos - critério da OMS para países em desenvolvimento e 878 nas 1ª e 2ª idades, comparando-se as freqüências das variáveis do estudo (sexo e localização do tumor. Como critério de evolução utilizou-se o tempo de vida, em meses, após o diagnóstico. Foi utilizado como método estatístico o qui-quadrado com nível de significância de 5% ( a = 0,05. RESULTADOS: A freqüência do câncer da boca em idosos permaneceu estável no período estudado (39,5% em 1978-87 vs 38,2% em 1989-1997. A relação masculino:feminino foi de 3:1 em pacientes com mais de 60 anos e 8:1 antes dos 60 anos. Observou-se um predomínio em idosos no câncer da região jugal (56% e palato (47% quando comparados com os tumores de pacientes mais jovens localizados em língua e soalho (67% e língua (62%. Não foram observadas diferenças na percentagem de pacientes falecidos antes do início do tratamento (11,6% vs 10,5% em jovens e nas percentagens de sobrevida em diferentes períodos (seis meses a cinco anos. CONCLUSÕES: Existe uma maior proporção de mulheres com câncer da boca entre os idosos quando comparadas as 1ª e 2ª idades. Compararativamente, os tumores do andar superior da boca (palato foram mais freqüentes nos indivíduos com menos de 60 anos enquanto que a localização na língua e soalho ocorreu com maior freqüência nos pacientes com idade de 60 e mais anos. As diferenças observadas em relação ao sexo e localização não se refletiram em modificação de sobrevida dos pacientes estudados.OBJECTIVE: To assess the influence of sex and primary tumor

  1. Malnutrition and associated variables in an elderly population of Criciúma, SC Desnutrição e variáveis associadas em uma população de idosos em Criciúma-SC

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rita Suselaine Vieira Ribeiro

    2011-02-01

    Full Text Available OBJECTIVE: Determining malnutrition and associated variables in the elderly. METHODS: A cross-sectional study was conducted among elderly people vaccinated against influenza in order to evaluate their nutritional status. Nutritional assessment was performed with the Mini Nutritional Assessment. To verify association of studied variables with the outcome, odds ratios was estimated using multiple logistic regression. RESULTS: A total of 236 elderly patients were recruited. The Mini Nutritional Assessment identified three patients (1.3% with malnutrition and 59 (25% at risk of malnutrition. Factors with a positive association to the outcome were psychological stress or acute disease in the past three months, weight loss (OBJETIVO: Determinar a desnutrição e suas variáveis associadas em idosos. MÉTODOS: Estudo transversal foi conduzido entre idosos vacinados contra a gripe, a fim de medir o seu estado nutricional. A avaliação nutricional foi realizada por meio da Mini Avaliação Nutricional. Para verificar a associação das variáveis estudadas com o resultado foi estimada a odds ratios usando a regressão logística múltipla. RESULTADOS: No total 236 idosos foram recrutados. A mini avaliação nutricional identificou três pacientes (1,3% com desnutrição e 59 (25% em risco de desnutrição. Os fatores com uma associação positiva para o resultado foi o estresse psicológico ou doença aguda nos últimos três meses, perda de peso < 3 kg durante os últimos três meses e feridas ou úlceras na pele. Por outro lado, o consumo de duas ou mais porções de frutas ou vegetais ao dia, consumir carne, peixe ou frango todos os dias e beber mais de três xícaras por dia de fluidos foram negativamente associadas à desnutrição e risco de desnutrição. CONCLUSÃO: A baixa prevalência de desnutrição encontrada neste estudo é, provavelmente, devido à amostra estudada de idosos em boa saúde. Alguns fatores como problema de saúde recente

  2. Força de preensão palmar em idosos com demência: estudo da confiabilidade Handgrip strength in elderly with dementia: study of reliability

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariana A. Alencar

    2012-12-01

    Full Text Available CONTEXTUALIZAÇÃO: Instrumentos de medida devem ser analisados quanto a sua utilidade clínica e científica em diferentes populações. Apesar de o teste da força de preensão palmar (FPP ser amplamente utilizado, pouco foi investigado quanto a sua confiabilidade ao ser utilizado em idosos com demência e em qual grau de demência seria inviabilizado o seu uso. OBJETIVO: Avaliar a confiabilidade teste-reteste da FPP em idosos com diferentes graus de demência. MÉTODO: Realizou-se uma avaliação dos aspectos cognitivos de 76 idosos com demência e uma entrevista com o cuidador, permitindo a classificação do idoso segundo os critérios da Escala Clínica de Demência (Clinical dementia rating - CDR. Para essas avaliações, foram utilizados o Miniexame do Estado Mental e os questionários Pfeffer, Lawton e Katz. Vinte idosos foram classificados como grau questionável (83,4±5,8 anos; 19, como leve (82,4±6,8 anos; 19, como moderado (85,8±5,6 anos e 18, como grave (84,0±5,1 anos. Os idosos tiveram a FPP avaliada por meio de um dinamômetro hidráulico JAMAR e, após uma semana, foram reavaliados. A confiabilidade foi estimada pelo Coeficiente de Correlação Intraclasse (ICC. O nível de significância foi α=0,05. RESULTADOS: A confiabilidade teste-reteste foi excelente para os grupos que apresentaram o CDR questionável (ICC=0,975; p=0,001, leve (ICC=0,968; p=0,002 e moderado (ICC=0,964; p=0,001. A análise do grupo com CDR grave mostrou não haver uma significância estatística e um ICC baixo (ICC=0,415; p=0,376. CONCLUSÃO: O teste de FPP apresenta excelente confiabilidade ao ser utilizado em idosos com demências questionável, leve e moderada, viabilizando seu uso em pesquisas. Já em idosos classificados como graves, seu uso não é recomendado visto que a confiabilidade da medida é baixa e, portanto, sem relevância clínica para uso na prática.BACKGROUND: Measuring instruments should have their scientific and clinical value

  3. Prevalência de quedas em idosos asilados do município de Rio Grande, RS Prevalence of falls in institutionalized elderly in Rio Grande, Southern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lílian Gatto Gonçalves

    2008-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: O aumento da expectativa de vida nos países em desenvolvimento tem provocado preocupação com a qualidade de vida e o bem-estar dos idosos, principalmente a ocorrência de quedas. Nesse sentido, o objetivo do estudo foi descrever a prevalência de quedas em idosos que vivem em asilos e fatores associados. MÉTODOS: Estudo de delineamento transversal na cidade de Rio Grande (RS, em 2007. Participaram 180 indivíduos idosos (65 anos ou mais residentes em asilos para acolhimento. Em entrevista, os idosos responderam a questões de instrumento pré-testado sobre a ocorrência de quedas. Além de análise bivariada (Wald, foi realizada análise por regressão de Poisson com cálculo de razões de prevalência e intervalos de confiança de 95%, ajustada para as variáveis de confusão. RESULTADOS: A prevalência de quedas entre os idosos asilados estudados foi de 38,3%. As quedas foram mais comuns no ambiente do asilo (62,3%, sendo o quarto o ambiente onde ocorreu o maior número de quedas (23%. Na análise ajustada, as quedas se mantiveram associadas com cor da pele branca, com os idosos separados e divorciados, com depressão, e maior quantidade referida de medicamentos para uso contínuo. CONCLUSÕES: O estudo mostra que a prevalência de quedas entre idosos asilados é alta. Embora alguns dos possíveis fatores associados sejam passíveis de prevenção, ainda ocorrem quedas em locais que deveriam ser considerados seguros, como o quarto do idoso.OBJETIVO: El aumento de la expectativa de vida en los países en desarrollo ha provocado preocupación con la calidad de vida y el bienestar de los ancianos, principalmente la ocurrencia de caídas. En ese sentido, el objetivo del estudio fue describir la prevalencia de caídas en ancianos que viven en asilos y factores asociados. MÉTODOS: Se realizó estudio de delineamiento transversal en la ciudad de Rio Grande (Sur de Brasil, en 2007. Participaron 180 individuos ancianos (65 años o mas

  4. Formas metodológicas de avaliação em idosos institucionalizados: uma revisão sistemática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Aparecida Chociai de Lima

    2017-06-01

    Full Text Available O envelhecimento é um processo fisiológico, o qual pode deixar o indivíduo propenso a situações de dependência em atividades de vida diária. Objetivo: elaborar uma revisão sobre as diversas formas metodológicas de avaliação em idosos institucionalizados, para que esta possa ser um instrumento informativo complementar o qual favorecerá o conhecimento e poderá ser usado como suporte para os profissionais, tendo em vista a escassez de estudos realizados com tal intuito. Método: trata-se de uma revisão sistemática da literatura. Para sua realização foram utilizadas como ferramenta de busca as bases de dados LILACS, Scielo, Pubmed e Google Acadêmico. Foram selecionados artigos que utilizaram testes e questionário validados em sua metodologia. A busca foi realizada entre os idiomas Português e Inglês, utilizando os descritores “idoso”, “Instituição de longa permanência para idosos”, “fisioterapia”, “questionário”. Resultado: foram selecionados 11 artigos, entre os quais foram descritos um total de 23 formas de avaliação, sendo elas: Mini Exame do Estado Mental (MEEM, Índice de Barthel, Timed Up And Go, Escala Funcional de Berg, Fallrisk score, Teste de Fluência Verbal Semântica, Bateria de Avaliação Frontal, Teste do Desenho do relógio, Escala da Atividade de Vida diária de Katz, Índice de Pfeffer, APGAR da família, Escala de Depressão Geriátrica, Inventário de Ansiedade Traço-Estado (IDATE, Teste de Tempo de Reação (TTR, Escala de Eficácia de Quedas (EEQ, Questionário WhoqolBref, Teste Físico AAHBRD adaptado para idosos institucionalizados, Teste da Trilha A, Escala da Demência (CDR, Escala de Fragilidade de Edmonton, International Consulationon Incontinency Questionnaire-Short Form, Questionário de Baecke e Teste de Caminhada de 6 minutos. Considerações finais: conclui-se que as formas de avaliação aqui apresentadas são de suma importância para conhecimento das afecções que

  5. Desempenho de idosos com presbiacusia em tarefas de controle inibitório Performance of elderly individuals with presbycusis in tasks involving inhibitory control

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Lúcia Pires Afonso da Costa

    2012-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o desempenho de idosos em tarefa não verbal ligada a funções executivas, a fim de verificar a hipótese de que idosos usuários de próteses auditivas obteriam escores mais altos do que idosos não usuários de próteses na tarefa proposta. MÉTODOS: A tarefa Simon, administrada individualmente em um laptop com o software e-prime, foi utilizada para mensurar aspectos ligados a funções executivas por meio de uma condição controle e duas condições de teste. Na condição controle, os estímulos - quadrados coloridos - eram apresentados no centro da tela. As condições de teste subdividiam-se em condições laterais congruentes - estímulos posicionados no mesmo lado da tela em que a tecla do computador a ser selecionada para a resposta - e laterais incongruentes - em que os estímulos aparecem no lado da tela oposto ao da tecla a ser selecionada. A diferença de tempo de reação entre as condições congruente e incongruente é chamada de efeito Simon. Os idosos foram agrupados em três grupos: um grupo controle de indivíduos com audição normal; indivíduos com presbiacusia, usuários de próteses auditivas; e indivíduos com presbiacusia não usuários de próteses auditivas. RESULTADOS: A análise estatística apontou diferença entre o grupo sem perda auditiva (controle e o grupo de não usuários de prótese auditiva somente no tempo de reação (TR na condição controle. Nas demais comparações não foram encontradas diferenças. CONCLUSÃO: A hipótese levantada não foi corroborada, o que aponta a necessidade de utilização de novos métodos exploratórios de observação dos fenômenos estudados.PURPOSE: To evaluate the performance of elderly individuals in a non-verbal task related to executive functions, in order to verify the hypothesis that elderly hearing aid users would obtain higher scores in the proposed task than elderly non-hearing aid users. METHODS: The Simon task, administered individually on

  6. Automedicação em idosos residentes em Campinas, São Paulo, Brasil: prevalência e fatores associados Self-medication in the elderly population of Campinas, São Paulo State, Brazil: prevalence and associated factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo Antunes de Oliveira

    2012-02-01

    Full Text Available O objetivo foi avaliar a prevalência e fatores associados à automedicação em idosos e identificar os principais fármacos consumidos sem prescrição. Estudo transversal de base populacional, com amostra estratificada por conglomerados e em dois estágios realizado em Campinas, São Paulo, Brasil, em 2008-2009. Dos 1.515 idosos, 80,4% referiram uso de ao menos um medicamento nos três dias anteriores à pesquisa. Desses, 91,1% relataram consumo exclusivo de medicamentos prescritos e o restante (8,9%, uso simultâneo de prescritos e não prescritos. Após ajuste, idade > 80 anos, hipertensão arterial, presença de doenças crônicas, uso de serviços de saúde, realização de consultas odontológicas e filiação a plano médico de saúde estiveram associadas negativamente, e renda per capita, positivamente à automedicação. Os fármacos sem prescrição mais consumidos foram dipirona, AAS, diclofenaco, Ginkgo biloba, paracetamol e homeopáticos. Sobretudo entre idosos, a assistência farmacêutica deve ser priorizada para evitar o uso incorreto de medicamentos e garantir o acesso aos fármacos necessários ao tratamento.The aim of this study was to evaluate the prevalence and causative factors associated with self-medication in the elderly and identify the main drugs consumed without prescription. A cross-sectional population-based study with stratified clustered two-stage sampling was performed in Campinas, São Paulo, Brazil in 2008 and 2009. Of the 1,515 elderly studied, 80.4% reported using at least one drug duringthe three days preceding the survey. Of these, 91.1% reported the use of prescription drugs only and the remainder (8.9% reported simultaneous use of prescribed and non prescribed drugs. After adjustment, a negative association between age > 80 years, hypertension, chronic diseases, use of health services, dental consultations and adherence to a medical plan,and self-medication was found, whereas a positive association was

  7. Impacto em cuidadores de idosos com demência atendidos em um serviço psicogeriátrico Impact on caregivers of elderly patients with dementia treated at a psychogeriatric service

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Regiane Garrido

    2004-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: O número de idosos com demência no Brasil está crescendo rapidamente, e há carência de dados empíricos sobre o impacto em cuidadores informais. O objetivo do estudo foi avaliar o impacto sobre cuidadores informais de pacientes com síndrome demencial. MÉTODOS: Estudo de corte transversal foi conduzido em um serviço psicogeriátrico da cidade de São Paulo, Brasil. Entrevistas estruturadas e semi-estruturadas foram aplicadas em 49 idosos com demência e em seus cuidadores informais. O impacto em cuidadores foi avaliado com a Zarit Burden Interview. RESULTADOS: Os pacientes eram em sua maioria do sexo feminino, apresentavam escore médio no mini exame do estado mental de 12,2 e alta freqüência de transtornos de comportamento. Os cuidadores eram predominantemente mulheres, filhas ou esposas, e co-residiam com seus pacientes. A média de impacto foi de 32,4 (dp: 16,7. As variáveis estatisticamente associadas a níveis de impacto foram o grau de parentesco do cuidador com o paciente (p=0,011, sintomas psiquiátricos do cuidador (pOBJECTIVE: There is an increasingly number of demented elderly in Brazil but empirical data on the resulting impact on their informal caregivers is still poorly documented. The purpose of this study was to evaluate the impact on informal caregivers of elderly with dementia. METHODS: A cross-sectional study was conducted at a psychogeriatric unit in the city of São Paulo, Brazil. Structured and semi-structured interviews were administered to 49 elderly patients with dementia and their caregivers. The impact on the caregiver was measured using the Zarit Burden Interview. RESULTS: Most patients were females, had an average score of 12.2 in the Mini Mental State Examination and high incidence of disruptive behavior. Caregivers were predominantly females, generally wives or daughters who lived with their patients. The mean impact score was 32.4 (SD 16.7. Variables statistically associated with the level of

  8. Correlação entre três instrumentos de avaliação para risco de quedas em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Pains Vieira dos Santos

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Métodos clínicos e laboratoriais estão sendo cada vez mais desenvolvidos para avaliar os diferentes aspectos do equilíbrio postural e estabelecer parâmetros para identificação de idosos com maior risco de quedas. OBJETIVOS: Analisar a correlação entre três testes utilizados para avaliar o risco de quedas em idosos. MATERIAIS E MÉTODOS: Tratou-se de um estudo analítico transversal realizado com 49 idosos comunitários, hígidos, com diferentes níveis de condicionamento físico. Foram utilizados dois testes clínicos, o Timed Up and Go (TUG e o QuickScreen Clinical Fall Risck Assessment (QuickScreen, e um laboratorial, o Biodex Balance System - Modo Fall Risck (BBS-FR. A correlação dos dados foi realizada por meio da aplicação do coeficiente de correlação de Spearman, com nível de significância de 5% (p < 0,05. RESULTADOS: Verificou-se correlação positiva e moderada entre o QuickScreen e o BBS-FR (r = 0,35; p = 0,01 e entre o QuickScreen e o TUG (r = 0,32; p = 0,02. Não houve correlação significativa entre o BBS-FR e o TUG (r = 0,10; p = 0,47. CONCLUSÃO: Os testes analisados são complementares, tendo em vista que não se correlacionaram fortemente e mostraram-se com particularidades e limitações distintas. Entretanto, sugerimos a utilização do instrumento QuickScreen no ambiente clínico, já que este foi o que melhor se correlacionou com o dispositivo laboratorial, o BBS-FR, e o que mais identificou idosos ativos com risco de quedas. Dessa forma, o QuickScreen avaliou o risco de quedas de forma mais ampla, uma vez que engloba questões não abordadas pelos dois outros testes estudados.

  9. Repercussão do declínio cognitivo na capacidade funcional em idosos institucionalizados e não institucionalizados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Paula Nassif Tondato da Trindade

    Full Text Available INTRODUÇÃO: O declínio da capacidade cognitiva (DCC decorre dos processos fisiológicos do envelhecimento normal ou de um estágio de transição para as demências. A demência é uma síndrome clínica que se relaciona às perdas neuronais e danos à estrutura cerebral, levando o indivíduo a apresentar alterações cognitivas e funcionais que interferem nas atividades diárias. OBJETIVO: Analisar o declínio da cognição e o seu impacto nas habilidades funcionais em idosos institucionalizados e não institucionalizados. MATERIAIS E MÉTODOS: Avaliaram-se dois grupos, de ambos os sexos e idade entre 55 a 86 anos, divididos em indivíduos institucionalizados e não institucionalizados. No grupo não institucionalizado foram avaliados 31 idosos; no grupo dos indivíduos institucionalizados, 22. Primeiro houve a caracterização do idoso, seguida pela aplicação do Mini Exame de Estado Mental (MEEM, Escala Geriátrica de Depressão de Yesavage e a Escala de Lawton. Esses dados foram codificados e comparados entre si permitindo verificar o índice de correlação de Pearson. RESULTADOS: Entre os indivíduos institucionalizados obtiveram-se as seguintes médias: idade 72,33 ± 10,44 anos, MEEM 11,17 ± 5,8, escala de Lawton 8,11 ± 2,99 e escala de Yesavage 4,06 ± 2,90. Entre os indivíduos não institucionalizados obtiveram-se as seguintes médias: idade 62,78 ± 9,01 anos, MEEM 26,41 ± 3,25, escala de Lawton 15,43 ± 1,33 e escala de Yesavage 2,02 ± 2,83. Ao comparar os dois grupos, todas as escalas de avaliação obtiveram valores significativos (p < 0,05, exceto entre MEEM e Yesavage para idosos institucionalizados. CONCLUSÃO: Os dados sugerem uma influência do estado cognitivo na depressão e nas atividades funcionais de vida diária.

  10. Prevalence of falls in elderly in Brazil: a countrywide analysis Prevalência de quedas em idosos no Brasil: uma análise nacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Vinholes Siqueira

    2011-09-01

    Full Text Available We conducted a cross-sectional study of a sample of 6,616 elderly living in urban areas of 100 municipalities in 23 Brazilian states, who responded to questions on the occurrence of falls in the 12 months prior to the interview, and occurrence of fractures due to the falls. The prevalence of falls among the elderly was 27.6% (95%CI: 26.5-28.7. Among those reporting falls, 11% had suffered fractures as a result. Of the elderly, 36% had received guidance about the precautions necessary to prevent falls, and about 1% had required surgery. Falls were associated with female gender, older age, low socioeconomic status, obesity and sedentary lifestyles. The prevalence of falls differed significantly between the North and other regions of Brazil. The study shows a high prevalence of falls, and underlines the need for preventive strategies targeting modifiable risk factors.Foi realizado um estudo transversal com uma amostra composta de 6.616 idosos, moradores em áreas urbanas de 100 municípios de 23 estados brasileiros, que responderam sobre a ocorrência de quedas no último ano, e consequente fratura devido a quedas. A prevalência de quedas entre os idosos foi de 27,6% (IC95%: 26,5-28,7. Entre os que sofreram quedas, 11% tiveram fratura. Do total de idosos, 36% haviam recebido orientação sobre os cuidados necessários para evitar quedas, e cerca de 1% necessitou intervenção cirúrgica. As quedas associaram-se ao sexo feminino, idade avançada, nível socioeconômico E, aos obesos e aos sedentários. A prevalência de quedas na Região Norte mostrou-se significativamente diferente em relação às demais regiões. O estudo mostra que a prevalência de quedas no Brasil é alta e que a promoção de cuidados à saúde dos idosos relacionada a variáveis possíveis de serem modificados é uma necessidade.

  11. Relações entre o bem-estar subjetivo e a funcionalidade em idosos em seguimento ambulatorial Relationship between subjective well-being and the functionality of elderly outpatients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giovana Sposito

    2010-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Este estudo teve como objetivo verificar a relação entre o bem-estar subjetivo, independência funcional e desempenho de membros inferiores (força muscular, velocidade de marcha e equilíbrio de idosos em seguimento ambulatorial, em relação ao sexo e a grupos etários. MÉTODOS: Foram avaliados 125 idosos de ambos os sexos com idade mínima de 60 anos, atendidos em um ambulatório de geriatria. Os instrumentos utilizados foram: 1 Medida da Independência Funcional (MIF para avaliar a dependência funcional; 2 Short Physical Performance Battery (SPPB para medir o desempenho físico; 3 Bem-Estar Subjetivo (BES: questões sobre a saúde e satisfação com a vida. RESULTADOS: A amostra utilizada foi de conveniência, com predomínio do sexo feminino, que apresentou maior comprometimento funcional. As correlações do bem-estar subjetivo com o teste de desempenho não demonstraram diferenças entre os sexos, contudo os idosos mais velhos apresentaram maior nível de satisfação que os idosos mais jovens. A saúde percebida também foi mais satisfatória entre os idosos mais velhos. Entretanto, a saúde percebida comparada mostrou melhores resultados nos idosos com moderado a bom desempenho físico. CONCLUSÃO: Os resultados sugerem que indivíduos mais velhos apresentam maior satisfação com a vida e melhor saúde percebida. Além disso, o bom desempenho físico foi uma variável de relevância para melhor saúde percebida quando comparada a outras pessoas.OBJECTIVE: The aim of this study was to investigate the relationship between subjective well-being, functional independence and lower-limb performance (muscle strength, gait velocity and balance among elderly people undergoing outpatient follow-up, stratified by sex and age groups. METHODS: We evaluated 125 elderly people, aged 60 years and over, who received care at a geriatric outpatient clinic. The instruments used were: 1 Functional Independence Measure (FIM to evaluate

  12. Zinco plasmático e estado nutricional em idosos Zinc and the nutritional status in the aged

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thais Borges Cesar

    2005-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Neste estudo foi avaliado o zinco plasmático associado ao estado nutricional de 80 indivíduos idosos saudáveis, atendidos no Centro de Reabilitação da Prefeitura Municipal de Araraquara, SP, entre 1998 e 1999. MÉTODOS: Os participantes foram entrevistados para obtenção dos dados de ingestão de alimentos e, a partir desses dados, foram estimados o consumo de macronutrientes e de zinco dietético. A concentração do zinco plasmático foi dosada por Espectroscopia de Emissão Atômica com Plasma de Argônio Induzido. Para a avaliação nutricional foram tomadas as medidas do peso corporal, altura, circunferência do braço e prega cutânea triciptal. RESULTADOS: A alimentação das mulheres foi adequada em proteínas e lipídios, mas insuficiente em carboidratos e energia. Os homens apresentaram ingestão suficiente de energia, mas com excesso de lípides associado à insuficiência de carboidratos. A ingestão média de zinco, pelas mulheres (10,8±4,1mg/d e pelos homens (19,7±7,2mg/d, estava de acordo com a recomendação. As concentrações plasmáticas de zinco nas mulheres (7,2±3,5µmol/L e nos homens (6,5±3,8µmol/L estavam abaixo das referências para a idade, e não foram correlacionadas com o zinco alimentar. Foi detectada correlação significante e positiva entre o zinco plasmático e a ingestão de proteína; entretanto, essa correlação se apresentou negativa com a idade. CONCLUSÕES: A redução da biodisponibilidade do zinco dietético pode ter sido devida ao consumo elevado de leguminosas e ao consumo reduzido de carnes que, associados à ingestão energética insuficiente das mulheres, tiveram repercussões nas concentrações plasmáticas daquele nutriente. É necessária a atenção nutricional voltada aos idosos, visando melhorar a biodisponibilidade do zinco alimentar, e para prevenir ou corrigir sua deficiência por meio de suplementação.OBJECTIVE: This study evaluated the plasmatic zinc associated to

  13. Cardiovascular function in elderly patients with chronic chagasic cardiopathy Função cardiovascular em pacientes idosos com cardiopatia chagásica crônica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Manoel Otávio Costa Rocha

    2003-10-01

    Full Text Available The objective of this work was to verify the degree and type of heart damage of elderly chagasic patients seen at an outpatient referral center and to compare them with the changes found in young chagasic patients with a similar degree of heart damage. Elderly and young patients without advanced cardiopathy presented good functional behavior. Elderly patients with advanced cardiopathy had more ventricular premature beats (VPB in 24 h and less functional capacity in the exercise test than young patients of the same subgroup. There was a higher occurrence of effort-induced VPB and a lower prevalence of severe forms in elderly men, suggesting that Chagas' disease may have a worse evolution in males. The association of cardiac damage characteristic of aging with the secondary damage due to Chagas' disease could explain the greater functional damage found in elderly chagasic patients. Thus, it appears that the physiopathological components of Chagas' disease do have an influence on the clinical course of cardiopathy in the elderly population.Este trabalho tem como objetivo verificar o grau e tipo de comprometimento orgânico-funcional cardíaco dos pacientes chagásicos idosos e compará-los com as alterações evidenciadas por chagásicos jovens com grau semelhante de dano miocárdico. Verificou-se que idosos sem cardiopatia avançada apresentaram bom comportamento funcional, semelhante ao dos jovens do mesmo estádio clínico. Idosos com formas avançadas apresentaram mais extra-sistolia ventricular ao Holter e menor capacidade funcional à ergometria que jovens do mesmo sub-grupo. Houve maior ocorrência de ESV esforço-induzida e menor prevalência de formas graves nos homens idosos, sugerindo evidências de pior evolução da doença de Chagas no sexo masculino. A associação de alterações cardíacas próprias do envelhecimento ao dano secundário à doença de Chagas poderia explicar o maior comprometimento funcional encontrado em idosos

  14. Substituição valvar em idosos com biopróteses de pericárdio bovino: resultados tardios de 12 anos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    BRANDÃO Carlos Manoel de Almeida

    1999-01-01

    Full Text Available O objetivo do trabalho é analisar os resultados tardios da substituição valvar em pacientes idosos com a utilização de biopróteses de pericárdio bovino no Instituto do Coração em São Paulo. No período de março de 1982 a dezembro de 1995, foram implantadas 463 biopróteses de pericárdio bovino FISICS-INCOR em 432 pacientes com idade superior a 65 anos. A idade média foi de 70,3 ± 4,3 anos e 58,1% eram do sexo masculino. Foram realizadas 286 substituições da valva aórtica, 144 da valva mitral, 16 duplas substituições mitro-aórticas e 1 tricúspide. Houve procedimentos associados em 158 (36,6% pacientes, sendo o mais freqüente a revascularização do miocárdio (19,2%. A mortalidade hospitalar foi de 12,2% (53 pacientes, sendo 18,7% para o grupo mitral, 7,7% para o grupo aórtico e 18,8% para o mitro-aórtico. As taxas linearizadas para os eventos calcificação, tromboembolismo, rotura, escape pára-valvar e endocardite foram, respectivamente, 0,4%; 0; 0,8%; 0,1% e 0,1% pacientes-ano. A sobrevida actuarial no grupo aórtico foi de 32,4 ± 15,5% em 12 anos, livre de endocardite de 100%, livre de calcificação de 98,3 ± 1,7%, livre de rotura de 91,6 ± 4,8%, livre de escape pára-valvar de 99,5 ± 0,5% e livre de reoperação de 89,6 ± 4,9%, em 12 anos. A sobrevida actuarial no grupo mitral foi de 14,5 ± 11,5% em 12 anos, livre de endocardite de 97,8 ± 2,2%, livre de calcificação de 98,0 ± 2,0%, livre de rotura de 91,7 ± 5,0%, livre de escape pára-valvar de 100% e livre de reoperação de 87,9 ± 5,5% em 12 anos. Não houve tromboembolismo. No período pós-operatório tardio, 293 (87,7% pacientes encontram-se em classe funcional I (NYHA. Concluímos que os resultados tardios com a utilização de biopróteses de pericárdio bovino FISICS-INCOR foram satisfatórios em pacientes idosos.

  15. Revisão sobre a eficácia de psicoterapia vs. farmacoterapia no tratamento de depressão em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Scazufca Marcia

    2002-01-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Depressão é uma das doenças mentais mais prevalentes entre pessoas idosas. Embora os tratamentos farmacológicos já estejam validados, a recorrência de depressão é comum. Este artigo revisa ensaios clínicos que examinaram a eficácia da psicoterapia versus os tratamentos farmacológicos, sozinhos ou combinados, para pessoas idosas com depressão. MÉTODOS: Foi realizada busca na internet, em dois bancos de dados (Medline e PsychINFO, por ensaios clínicos randomizados e controlados publicados entre 1984 e 2001 que examinaram a eficácia de psicoterapias versus farmacoterapia para depressão em indivíduos com 60 anos ou mais, com diagnóstico de distimia, depressão menor ou maior. RESULTADOS: Foram incluídos quatro estudos. Três compararam a eficácia da psicoterapia versus a farmacoterapia durante a fase aguda e de continuação do tratamento para depressão, e um examinou a eficácia desses tratamentos durante a fase de manutenção. Tratamentos com psicoterapia (sozinha ou combinada com medicação foram superiores à farmacoterapia em três estudos com sujeitos com depressão maior. Psicoterapia não foi superior a placebo ou antidepressivos em um estudo com sujeitos com distimia ou depressão menor. CONCLUSÃO: As evidências empíricas sobre a eficácia da psicoterapia versus a farmacoterapia para pacientes idosos com depressão são escassas e não conclusivas, sugerindo a necessidade de novos ensaios clínicos que investiguem a eficácia da psicoterapia para o tratamento de depressão em idosos.

  16. DUPLO-PRODUTO E VARIAÇÃO DA FREQUÊNCIA CARDÍACA APÓS ESFORÇO ISOCINÉTICO EM ADULTOS E IDOSOS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tiago Tsunoda Del Antonio

    Full Text Available RESUMO Introdução: O envelhecimento predispõe a alterações multissistêmicas, por exemplo, nos sistemas cardiovascular e musculoesquelético. A prática de exercício físico é um importante recurso terapêutico para retardar perdas de funções orgânicas. No entanto, existe pouco conhecimento sobre as respostas cardiovasculares durante e após o exercício isocinético em idosos. Objetivo: O objetivo deste estudo é analisar as respostas de frequência cardíaca, pressão arterial e duplo-produto em indivíduos de distintas faixas etárias submetidos ao esforço muscular isocinético. Método: O estudo foi constituído por 60 voluntários distribuídos em três faixas etárias - G1: 30 a 45 anos, G2: 45 a 60 anos e G3: 60 a 75 anos - submetidos a teste bilateral de flexão-extensão de joelhos em dinamômetro isocinético com velocidade angular de 60º/segundo para verificação das respostas hemodinâmicas. Os dados foram analisados por meio do Software Bioestat® 5.3, pelo teste de Kruskal-Wallis seguido pelo teste de Dunn para as amostras independentes e de Friedman para amostras dependentes, além da comparação das curvas de Kaplan-Meier por meio do teste de log-rank, considerando P ≤ 0,05. Resultados: O grupo de idosos (G3 apresentou maiores valores de pressão arterial sistólica, duplo-produto e tempo para o retorno à frequência cardíaca basal comparado com o grupo mais jovem (G1. Conclusão: O grupo de 60 a 75 anos de idade apresentou maior consumo de oxigênio pelo miocárdio durante e após o exercício, assim como maior tempo para retornar à FC basal em comparação com os mais jovens.

  17. Different equations for determining height among the elderly: the Bambuí cohort study of aging Diferentes equações para determinação da estatura em idosos: estudo de coorte de idosos de Bambuí

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa de Oliveira Siqueira

    2012-01-01

    Full Text Available The aim of this study was to compare measured height with estimates of height derived from equations using half arm-span measurements and assess how this affects the calculation of the body mass index (BMI among elderly individuals. Direct height measurements of a subsample of elderly individuals from the baseline sample of the Bambuí Project were compared with estimates of height derived from equations proposed by Bassey and the WHO. The data was analyzed using the McNemar test, Lin concordance correlation coefficient (CCC and Bland-Altman method (p O objetivo foi comparar a estatura mensurada com a obtida por equações baseando-se na semienvergadura do braço, e avaliar o impacto sobre o índice de massa corporal (IMC. Comparou-se a medida direta da estatura e a obtida pelas equações propostas por Bassey e pela Organização Mundial da Saúde (OMS, em subamostra de idosos da linha de base do Estudo de Coorte de Idosos de Bambuí. A análise constou de testes de McNemar, coeficientes de correlação de concordância de Lin (CCC e método de Bland & Altman (p < 0,05. Pela fórmula da OMS verificou-se baixo CCC para altura mensurada e concordância superior para IMC. Constatou-se subestimação da altura e consequente superestimação do IMC. Na fórmula de Bassey foi encontrada forte concordância com a altura mensurada em idosos com mais de 80 anos. Para o IMC (OMS observou-se prevalência bastante superior de sobrepeso. Já a prevalência de sobrepeso (Bassey não diferiu daquela obtida pela medida direta. A estimativa da altura obtida pela fórmula de Bassey foi semelhante à medida direta, sugerindo aplicabilidade. Já a fórmula da OMS parece subestimar a altura.

  18. Estudo da associação entre aptidão física relacionada à saúde e ritmo diurno de cortisol e sulfato de dehidroepiandrosterona em idosos

    OpenAIRE

    Vaz, Fabiane de Castro

    2013-01-01

    INTRODUÇÃO: Distúrbios neuroendócrinos têm sido reconhecidos como manifestações de fragilidade no idoso. Alterações na capacidade física funcional também podem estar associadas com alterações no sistema endócrino. Estudos apontam relação inversa entre níveis de cortisol diurno com o desempenho físico em idosos. A elevação prolongada de níveis de cortisol salivar (Cs) e a redução excessiva das concentrações de Sulfato de Dehidroe...

  19. Rede FIBRA-RJ: fragilidade e risco de hospitalização em idosos da cidade do Rio de Janeiro, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariangela Perez

    2013-07-01

    Full Text Available O objetivo do estudo foi determinar o perfil de risco e fatores associados à fragilidade em idosos da comunidade. A população-fonte constituiu-se de indivíduos com 65 anos ou mais, residentes nos bairros da zona norte da cidade do Rio de Janeiro, Brasil, e clientes de uma operadora de saúde. O estudo foi transversal, na linha de base de uma coorte, com amostra estratificada por sexo e idade, composta por 764 indivíduos. Para a estratificação de risco, utilizou-se o instrumento de rastreio probabilidade de internações repetidas (PIR. A análise de regressão logística foi realizada para estudar a associação entre a PIR e um conjunto de variáveis sociodemográficas, de estado de saúde, funcionais e cognitivas, após a análise bivariada. Encontraram-se 6,7% de idosos com alto risco de internação. Associaram-se ao risco de internação câncer, quedas, doença pulmonar obstrutiva crônica e medicamentos usados, bem como as seguintes condições: receber visita de profissional da saúde, ter estado acamado no domicílio, morar só e praticar as atividades de vida diária. O instrumento parece ser útil na estratificação de risco dos idosos.

  20. Percepção da perda auditiva: utilização da escala subjetiva de faces para triagem auditiva em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Letícia Pimenta Costa-Guarisco

    Full Text Available Resumo A presbiacusia é uma alteração prevalente na população idosa, porém subdiagnosticada, desta forma, é importante aprimorar instrumentos de triagem simples. A escala subjetiva de faces foi proposta como forma de avaliar a autopercepção auditiva do idoso e sua correlação com exames audiológicos. Foram avaliados todos os pacientes encaminhados para o serviço de audiologia de um centro de referência de atenção à saúde do idoso no período de fevereiro a novembro de 2013. Os pacientes foram examinados por meatoscopia, audiometria tonal e vocal e responderam a escala subjetiva de faces e o teste do sussurro. Participaram 164 idosos com média de idade de 77 anos. Encontrou-se boa correlação entre a escala subjetiva de faces e o limiar audiométrico (r = 0,66. Houve correspondência entre as faces e o grau da perda auditiva, sendo a face 1 correspondente a audição normal, face 2 a perda auditiva leve e face 3 a perda auditiva moderada grau I. Ao avaliar as qualidades psicométricas da escala subjetiva de faces, verificou-se que as faces 2 e 3 apresentam bons índices de sensibilidade e especificidade, com área sob a curva ROC de 0,81. A escala subjetiva de faces parece ser um bom instrumento complementar de triagem auditiva em serviços gerontológicos, de fácil aplicação e baixo custo.

  1. Tipos de configuração familiar e condições de saúde física e psicológica em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Doris Firmino Rabelo

    2015-04-01

    Full Text Available Investigamos relações entre configuração familiar (arranjo de moradia, chefia familiar e contribuição financeira para o sustento da família, idade, sexo e condições de saúde física (capacidade funcional, número de doenças e de sinais e sintomas, e envolvimento social e saúde psicológica (depressão e ansiedade em idosos, conforme autorrelato. A amostra probabilística tinha 134 idosos sem déficit cognitivo e os dados foram coletados por entrevista domiciliar. Foi feita análise de conglomerados mediante o método da partição (três agrupamentos. As variáveis que mais contribuíram para a formação dos grupos foram as atividades básicas (R2 = 0,732 e instrumentais da vida diária (R2 = 0,487, o número de doenças (R2 = 0,241 e a idade (R2 = 0,225. A configuração familiar predominante foi corresidência com os descendentes, sendo os idosos provedores e chefes de família. Foram encontradas relações entre configuração familiar, condições de saúde física e saúde psicológica. As mulheres apresentaram maior ônus financeiro e pior saúde física e psicológica do que os homens.

  2. Inquérito epidemiológico em saúde bucal e fatores psicossociais em idosos: um estudo piloto = Epidemiological survey on oral health and psychosocial factors in the elderly: a pilot study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silva, Rafael Menezes

    2015-01-01

    Full Text Available Objetivos: Realizar um levantamento epidemiológico da saúde bucal e fatores psicossociais associados abrangendo indivíduos com idade igual ou superior a 60 anos. Métodos: Trata-se de um estudo transversal, com a população-alvo constituída de idosos. Foi selecionada uma amostra representativa do município de Diamantina, estado de Minas Gerais, composta por pessoas com mais de 60 anos, cadastradas nos postos da Estratégia Saúde da Família da zona rural e urbana do município. Os dados foram coletados em domicílio, por meio de exames bucais realizados por um único examinador, treinado e calibrado, e de questionários. Foi investigado o índice CPOD (média de dentes cariados, perdidos e obturados em um grupo de indivíduos, assim como dados sociodemográficos. Também foram obtidos dados sobre qualidade de vida relacionada à saúde bucal, locus de controle de saúde, consumo de álcool e drogas na senescência. Os dados obtidos foram submetidos à análise descritiva e ao teste de correlação de Spearman. O nível de significância adotado foi de =5%. Resultados: Foram entrevistados 37 idosos com idade média de 73,41±7,25 anos. O índice CPOD encontrado foi de 25,38±5,18. Houve correlação estatisticamente significante entre maior pontuação no domínio limitação funcional e maior idade, maior locus externo e maior locus ao acaso, aumento na limitação funcional e diminuição da renda, maior pontuação no domínio limitação funcional e maior locus interno, maior índice CPOD e menor pontuação no domínio incapacidade social. Conclusões: Pelo presente estudo concluiu-se que a qualidade de vida, locus de controle de saúde e índice CPOD são fatores diretamente correlacionados em idosos. Enfatiza-se a importância da atuação de profissionais de saúde e, mais especificamente, de saúde bucal, na promoção de um envelhecimento saudável

  3. Caracterização da saúde bucal de idosos em uma instituição beneficente de longa permanência de João Pessoa-PB, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isabella Lima Arrais Ribeiro

    2012-09-01

    Full Text Available Introdução: a população idosa está crescendo em números proporcionais se tornando necessário maior cuidado de sua saúde. O objetivo deste estudo foi descrever a situação epidemiológica do estado de saúde bucal dos idosos na cidade de João Pessoa - PB, Brasil. Métodos: foram analisados 55 idosos em longa permanência na instituição da cidade de João Pessoa. Os idosos foram interrogados sobre o quotidiano e hábitos pessoais e logo foram validadas as condições bucais por um especialista. A avaliação insere a condição dos dentes e a necessidade e o uso da prótese dentária. Foram coletados os dados em um formulário e analisados no SPSS(Chis quadrado ou exato do Fisher. Resultados: se verificou que 16 (29,0 % das pessoas têm 60-70 anos e 39 (71,0 % mais de 70 anos de idade. Estimativas do sexo evidenciaram que 43 (78,2 % são mulheres e 12 (21,8 % são homens. Os idosos reportaram ter marcado a última visita ao dentista ao menos um mês 2 (3,7 %, nos últimos 6 meses 4 (7,3 % e mais de um ano 49 (89,0 %. A prevaência de edentulismo foi de 35 (63,6 %. Outros têm uma média de 6,1 dentes por indivíduo. O uso de prótese geral removível se observou em 40,0 % dos idosos e de prótese parcial removível em 9,1 %. Um total de 78 % dos idosos presissam de algum tipo de prótese dentária. Conclusões: os idosos tratados ficam carentes de atenção odontológica, necessitando reabilitação protética.

  4. Principais sensibilizantes em pacientes idosos e não idosos com dermatite de contato = Main allergens in elderly and non-elderly patients with contact dermatitis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Calamita, Zamir

    2016-01-01

    Conclusões: A taxa de positividade do patch test entre os pacientes com dermatite de contato foi alta, não havendo diferença entre idosos e não idosos, sendo o sulfato de níquel e o perfume mix as substâncias mais sensibilizantes. Na investigação etiológica da dermatite de contato deve-se pensar principalmente na possibilidade de sensibilização aos perfumes e ao níquel, independentemente da faixa etária

  5. Ingestão de cálcio e ferro alimentar por idosos residentes em instituições geriátricas de Fortaleza, CE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tarciana Nobre de Menezes

    2005-12-01

    Full Text Available Foi avaliada a ingestão alimentar de cálcio e ferro de 152 idosos de ambos os sexos, residentes em instituições geriátricas da cidade de Fortaleza, Ceará. Utilizou-se o método da pesagem direta dos alimentos com posterior pesagem do(s resto(s para obter o consumo alimentar. Os resultados indicaram que, quanto ao cálcio, 93% dos idosos apresentaram ingestão alimentar inadequada. Quanto ao ferro, verificou-se que 72% dos homens e 41% das mulheres apresentaram ingestão acima do recomendado. No entanto, 12% das mulheres apresentaram consumo insuficiente de ferro alimentar. De acordo com estes resultados, conclui-se que esta população apresenta risco nutricional para osteoporose, considerando a elevada proporção de indivíduos com consumo inadequado de cálcio, bem como para anemia ferropriva, especialmente no caso das mulheres. Assim, tornam-se necessárias intervenções no sentido de prevenir ou corrigir estas deficiências

  6. O desenvolvimento das habilidades sociais em idosos e sua relação na satisfação com a vida

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rachel Shimba Carneiro

    2013-09-01

    Full Text Available Estudos atuais apontam a importância da qualidade nos relacionamentos sociais para o bem-estar físico, psicológico e social na terceira idade, mas não fornecem dados suficientes que indiquem como auxiliar os idosos a se tornarem socialmente competentes, ou seja, como desenvolver habilidades sociais na terceira idade. Um método bastante utilizado para ensinar habilidades sociais para diferentes populações tem sido o Treinamento de Habilidades Sociais. O presente estudo pretende avaliar a eficácia de um Programa de Habilidades Sociais para Idosos no aumento tanto do repertório de habilidades sociais como da satisfação com a vida de 40 pessoas na terceira idade. As habilidades sociais foram avaliadas antes e depois da intervenção, através de jogos de papéis em sete situações sociais e a satisfação com a vida através da Escala de Satisfação com a Vida. O presente estudo constatou mudanças positivas entre os participantes do grupo experimental como o desenvolvimento da habilidade assertiva.

  7. Inquérito sobre hipertensão arterial e décifit cognitivo em idosos de um serviço de geriatria

    OpenAIRE

    Cavalini,Luciana Tricai; Chor,Dora

    2003-01-01

    INTRODUÇÃO: Tanto a hipertensão arterial como o déficit cognitivo são condições de alta prevalência na população idosa, com influência direta sobre a qualidade de vida. Assim, identificar associações entre esses agravos é de interesse para a saúde pública. MÉTODO: Realizou-se um inquérito em uma unidade ambulatorial de atendimento a idosos, com o objetivo de estudar a associação entre hipertensão arterial e déficit cognitivo. A identificação dos indivíduos com disfunção cognitiva foi realizad...

  8. Qualidade de vida de idosos atendidos pelas equipes de saúde da família em Rio Grande, RS

    OpenAIRE

    Silva, Cláudia Beatriz Degani Cardozo de Aguiar da

    2008-01-01

    Dissertação(mestrado) - Universidade Federal do Rio Grande, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Escola de Enfermagem, 2008. Os objetivos deste estudo foram descrever o perfil socioeconômico, demográfico e a percepção da qualidade de vida (QV) da população idosa de uma região urbana atendida pelas equipes da Estratégia Saúde da Família, no município do Rio Grande/RS, e analisar a associação entre variáveis de interesse do estudo e a QV percebida dos idosos. Foi realizado um estudo tran...

  9. Risco de ?lcera por press?o em idosos com decl?nio funcional de mobilidade f?sica domiciliados em Jo?o Pessoa-PB

    OpenAIRE

    Aguiar, Elizabeth Souza Silva de

    2011-01-01

    Introdu??o: As pessoas idosas s?o mais suscept?veis ao desenvolvimento de UPP em virtude das altera??es que ocorrem com o envelhecimento, sobretudo na pele. A incid?ncia e preval?ncia dessas les?es aumentam com a idade, principalmente acima de 85 anos. Nos ?ltimos tempos tem sido poss?vel identificar grupos em risco para UPP a partir da aplica??o de in?meros instrumentos de avalia??o empregados com a finalidade de diagnosticar o grau de risco para desenvolvimento de les?es de pele. Objetivos:...

  10. Utilização de fitoterápicos por idosos: resultados de um inquérito domiciliar em Belo Horizonte (MG, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucianno D. P. Marliére

    Full Text Available Os fitoterápicos constituem uma modalidade de terapia complementar ou alternativa diante das necessidades de saúde e seu uso tem sido crescente na população idosa de diversos países. Entretanto, apresentam interações medicamentosas e reações adversas importantes e sua utilização não deve ser indiscriminada. Este estudo objetivou caracterizar o perfil de utilização de fitoterápicos por aposentados e pensionistas do INSS, com 60 anos e mais, residentes em Belo Horizonte, MG. A partir do cadastro do INSS, selecionou-se uma amostra aleatória de 881 idosos para entrevista. Investigou-se a prevalência de uso de fitoterápicos e interações medicamentosas potenciais. Um total de 667 (80,3% dos selecionados foi entrevistado. Setenta e um participantes (10,6% utilizaram fitoterápicos nos últimos 15 dias, principalmente aqueles preparados a partir de extratos de ginkgo (41,8%, aesculus (12,3% e isoflavonas de soja (8,2%. Mais de 60% dos fitoterápicos foram adquiridos em farmácias de manipulação. Aproximadamente 45% dos usuários de fitoterápicos estavam expostos a pelo menos uma interação medicamentosa potencial entre eles e medicamentos sintéticos, tais como entre ginkgo e diuréticos tiazídicos (14 e antiagregante plaquetário/anticoagulantes (8. São necessárias estratégias de orientação para o uso racional de fitoterápicos entre idosos, mais vulneráveis aos prejuízos decorrentes da utilização inadequada desses.

  11. Black Carbon em Material Particulado nas Residências de Idosos na Região Metropolitana de São Paulo, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bruna Segalin

    Full Text Available Resumo O material particulado fino (MP e o Black Carbon são dois dos piores poluentes atmosféricos, afetando a saúde humana. Apesar disso, não há dados na literatura sobre estes poluentes no interior de residências no Brasil. Nosso objetivo é analisar as partículas menores que 0,25 μm (MP0,25 e o rBC no interior de residências de idosos na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP, em que a poluição do ar tem sido um problema sério devido às emissões veiculares. Em 60 residências, em cada amostra de 24 h foram medidos a massa e o rBC por análise gravimétrica e refletância, respectivamente. As concentrações em massa do MP0,25 e do rBC foram avaliadas em função das condições meteorológicas e do tráfego. A massa média do MP0,25 e de rBC foram de 13,6 e 2,8 μg/m3, respectivamente. O MP0,25 ultrapassou a recomendação da OMS para MP2,5 em 11,7% das residências, sendo que 26,2% da massa do MP0,25 foi composta por rBC. Considerando que o rBC é um traçador das emissões veiculares e, é prejudicial para a saúde humana, é importante que este poluente seja considerado em termos de ações de políticas públicas de controle para a melhoria da qualidade do ar na RMSP.

  12. Influência de 12 anos de prática de atividade física regular em programa supervisionado para idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Rodrigo Pauli

    2009-01-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/1980-0037.2009v11n3p255   O envelhecimento é um processo inevitável, associado com o declínio fisiológico e da capacidade funcional do ser humano. O objetivo deste estudo foi verificar os efeitos de 12 anos de prática de atividade física em programa supervisionado, sobre a aptidão funcional em idosos. Dez idosas (idade média de 65 anos participaram do estudo. Elas foram divididas em dois grupos: a grupo treinado (GT, composto de 5 articipantes que estavam atendendo um programa supervisionado que incluía diferentes tipos de atividades físicas de intensidade moderada; b grupo não treinado (GNT, participantes que não estavam engajadas em programa supervisionado de atividade física, ambos nos últimos 12 anos. A aptidão funcional foi avaliada por meio da bateria de testes para idosos da AAHPERD que é composta por cinco testes: coordenação, flexibilidade, resistência de força, agilidade e equilíbrio dinâmico e resistência aeróbia geral. Os resultados mostram que as idosas que permaneceram no programa de atividade física apresentaram melhor desempenho nos testes motores. Portanto, enquanto idosas que continuam a participar regularmente de atividades físicas num programa supervisionado tendem a melhorar ou manter todos os componentes de aptidão funcional, mesmo durante o longo período de 12 anos, aquelas que só realizam atividades físicas requeridas nas tarefas da vida diária, tendem a reduzir a maioria daqueles componentes. As evidências do presente estudo possibilitam predizer diferenças de aptidão funcional, cada vez maiores, entre os dois grupos, com o passar do tempo, o que pode produzir efeitos de direção oposta nas respectivas qualidades de vida.

  13. Estratégias de enfrentamento, dificuldades funcionais e fatores associados em idosos institucionalizados Coping strategies, functional difficulties, and associated factors in institutionalized elderly

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Analise de Souza Vivan

    2009-02-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo é verificar as estratégias de enfrentamento utilizadas pelos idosos em face das dificuldades funcionais e a existência de associação entre o uso das estratégias e variáveis como sintomas depressivos, sexo, escolaridade, idade, estado civil e percepção da saúde. Participaram do estudo 103 idosos institucionalizados, que apresentavam necessidade de assistência em no mínimo uma atividade de vida diária. O delineamento foi transversal, com a utilização dos seguintes instrumentos: Ficha de Dados Pessoais, Escala de Atividades da Vida Diária, Breve Entrevista Internacional de Neuropsiquiatria Modificada, Mini-Exame do Estado Mental, Inventário de Estratégias de Coping e Escala de Depressão Geriátrica. As estratégias de enfrentamento mais utilizadas pela amostra foram a de autocontrole e resolução de problemas. Encontraram-se associações significativas entre as variáveis escolaridade e depressão. Os resultados da pesquisa sugerem que a avaliação das estratégias utilizadas em face de eventos estressores pode auxiliar na análise da situação e na adequação das estratégias escolhidas, ajudando também em processos de mudança no contexto clínico.The aim of this study was to analyze the strategies used by elderly people to cope with functional difficulties, and to investigate a possible association between such strategies and variables like depressive symptoms, gender, schooling, marital status, and self-perceived health. 103 institutionalized elderly individuals participated in the study. They required assistance for at least one activity of daily living. The study was cross-sectional and used the following indicators: Personal Data Chart, Activities of Daily Living Scale, Modified Mini International Neuropsychiatric Interview, Mini-Mental Examination, Coping Strategies Inventory, and Geriatric Depression Scale. The most widely used coping strategies in the sample were self-control and problem

  14. Avaliação da motilidade esofágica em pacientes idosos e comparação com indivíduos não idosos, ambos sintomáticos nas doenças esofágicas

    OpenAIRE

    Lúcia Cláudia Barcellos Kunen

    2016-01-01

    Introdução: Desde a década de 1960 diversos estudos tentam demonstrar o efeito do envelhecimento na motilidade esofágica, com resultados e populações estudadas discordantes. Objetivos: Avaliar os resultados manométricos em pacientes idosos (>= 60 anos) e comparálos com os achados manométricos de pacientes < 60 anos, correlacionando-os com dados clínicos e exames diagnósticos. Analisar os resultados manométricos do grupo idoso estratificando-os por década e compará-los entre si e com os result...

  15. Habituation of exploratory activity in aged rats: effects of pyritinol Habituação da atividade exploratória em ratos idosos: efeitos do piritinol

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberto DeLucia

    2005-03-01

    ção da exposição repetida ao mesmo ambiente é considerada como índice de memória. No presente estudo, os efeitos do piritinol (PRT na forma de pó adicionado a dieta (200 mg/kg/dia, p.o., durante 14 dias sobre a habituação em ratos idosos foram avaliados no campo aberto. Um total de 18 ratos idosos foram randomizados e divididos em dois grupos: controle (tratado com veículo, n=8 e experimental (tratado com PRT, n=10. Na avaliação da tarefa exploratória, o tratamento com PRT diminuiu significantemente os números totais de área cruzada e do levantar quando comparados com o grupo controle, indicando habituação. O tratamento com PRT aumentou a retenção no número total de cruzamentos e levantar quando comparado com o grupo controle. A análise dos dados em conjunto, sugere que o sistema muscarínico colinérgico pode estar envolvido com os efeitos da PRT sobre a habituação da atividade exploratória em ratos idosos.

  16. Efeitos da prática de exercício físico sobre o desempenho da marcha e da mobilidade funcional em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Mércia Barbosa Leite Fernandes

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A população idosa apresenta-se em um acelerado processo de crescimento associado ao aumento da expectativa de vida. As alterações no envelhecimento podem comprometer o padrão de marcha e equilíbrio dos idosos, predispondo-os a quedas. Como estratégia de prevenção, indica-se a atividade física regular direcionada para ganho de força, equilíbrio, propriocepção e melhoria da marcha. OBJETIVO: Verificar os efeitos de um programa de exercícios físicos na marcha e na mobilidade funcional de idosos. MATERIAIS E MÉTODOS: Participaram do estudo oito idosos com mais de 60 anos (três homens e cinco mulheres. Os participantes realizaram duas avaliações antes e após a intervenção de seis meses: (1 marcha, pelo método de marcação de passarelas e (2 equilíbrio, por meio do Time Up and Go Test (TUGT. Para análise dos dados utilizou-se o software R (2.9.0. Para comparação dos dados, foi utilizado o teste t de Student pareado e o teste de correlação de Pearson, com p < 0,05. RESULTADOS: Verificou-se aumento no comprimento dos passos E (de 0,71 ± 0,19 para 0,80 ± 0,19 cm e D (de 0,73 ± 0,17 para 0,81 ± 0,17 cm, e das passadas E (de 1,44 ± 0,36 para 1,59 ± 0,32 cm. Para o TUGT, além de forte correlação entre idade e velocidade da marcha e base de suporte, observou-se diminuição no tempo de realização do teste (de 13,92 ± 3,84 para 9,46 ± 1,68 segundos. CONCLUSÃO: O programa de exercícios físicos direcionados para a prevenção de quedas melhorou o desempenho funcional de idosos e alterou positivamente as variáveis da marcha.

  17. Correlações entre a avaliação audiológica e a triagem cognitiva em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marina Garcia de Souza Borges

    Full Text Available RESUMO Objetivo: verificar a relação entre o desempenho auditivo para tom puro e fala e o desempenho cognitivo em pacientes idosos, considerando que a deterioração da entrada sensorial auditiva e das habilidades cognitivas é comum a essa população, trazendo consequências para a comunicação e funcionalidade do indivíduo. Métodos: trata se de um estudo observacional transversal, realizado com 103 idosos, avaliados na audição por meio da audiometria tonal e vocal e no desempenho cognitivo pelo Mini Exame do Estado Mental (MEEM. Foram realizadas análises descritivas e de associação das variáveis média tonal das frequências de 500, 1000, 2000 e 4000 Hz, Índice Percentual de Reconhecimento de Fala (IPRF e pontuação do MEEM, sendo adotado nível de significância de 5% em todo estudo. Resultados: constatou se alta prevalência de perda auditiva neurossensorial de graus variados nos idosos avaliados, além da presença de alterações no reconhecimento de fala e nos resultados do MEEM, confirmando que tanto a presbiacusia quanto a existência de um possível declínio cognitivo são comuns a essa população. Não foi encontrada relevância estatística na análise da relação entre a Audiometria Tonal e MEEM, porém, entre o IPRF e MEEM houve associação estatisticamente significante. Conclusão: não houve associação entre de perda auditiva e o declínio cognitivo na população idosa estudada. No entanto, as análises realizadas entre o reconhecimento da fala aumenta a chance de alteração cognitiva.

  18. Prevalência e fatores associados ao diabetes em idosos no município de Viçosa, Minas Gerais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nayla Cordeiro Vitoi

    2015-12-01

    Full Text Available RESUMO: Objetivo: Avaliar a prevalência e os fatores associados ao diabetes em idosos, bem como verificar a concordância entre o uso de medicamentos para diabetes e a informação referida sobre a doença. Métodos: Estudo epidemiológico transversal realizado na cidade de Viçosa, Minas Gerais, com 621 idosos com 60 anos ou mais, selecionados a partir de amostragem aleatória simples. Utilizou-se como instrumento de pesquisa um questionário semiestruturado que constava de perguntas sobre condições sociodemográficas, estilo de vida, condições de saúde e estado nutricional. Foram aferidos peso e altura, além do perímetro da cintura. A variável dependente do estudo foi o diabetes autorreferido. A análise da associação entre as diversas variáveis explicativas e a presença de diabetes foi feita por meio da regressão de Poisson com variância robusta simples e múltipla. Nas análises bivariadas foi utilizado o valor p < 0,25 para inclusão das variáveis na análise de regressão múltipla hierarquizada e, no modelo final, permaneceram as associações cujas variáveis apresentaram associação com o desfecho com valor p < 0,05. Resultados: A prevalência de diabetes foi de 22,4%. A análise múltipla hierarquizada evidenciou como fatores independentemente e positivamente associados ao diabetes: gênero, autopercepção da saúde, história de hipertensão e/ou dislipidemias, polifarmácia e obesidade abdominal. A escolaridade se manteve negativamente associada à presença de diabetes. Conclusão: Os resultados obtidos são similares aos de outros estudos conduzidos no país, sugerindo que os fatores associados ao diabetes entre idosos são semelhantes em todo o país. Ainda, observou-se moderada concordância entre o uso de medicamentos para diabetes e a informação referida sobre a doença, o que sugere o uso da última como método alternativo de investigação quando não se dispuser de outra forma de avaliação.

  19. Quedas e fatores associados em idosos institucionalizados no município de Pelotas (RS, Brasil Falls and associated factors in institutionalized elderly people in Pelotas (RS, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maitê Peres de Carvalho

    2011-06-01

    Full Text Available O crescimento da população idosa tem despertado o interesse dos profissionais de saúde por ser o envelhecimento um processo importante à saúde. Um estudo com delineamento transversal de base institucional foi realizado com indivíduos de 65 anos ou mais residentes em instituições de idosos no município de Pelotas (RS com o objetivo de verificar a prevalência de quedas e verificar alguns fatores associados a esse evento. A prevalência de quedas encontrada foi de 33,5%, sendo o quarto o local de maior prevalência (37%. Do total de indivíduos que relataram alguma queda, 16,9% fraturaram-se devido à queda. Cerca de 70% das quedas ocorreram na instituição. O tornozelo e o quadril foram os locais anatômicos de maior prevalência desse agravo, com 33,3%. Concluímos que a prevalência de quedas em idosos institucionalizados é alta e os agravos decorrentes das mesmas são preocupantes. Fazem-se necessárias medidas de intervenção por parte dos gestores e profissionais da saúde no sentido de minimizar esses índices e de proporcionar melhor qualidade de vida para os idosos institucionalizados.The ageing of the population generates interest among health professionals, because of its importance for health. A cross-sectional study was carried out including institutionalized subjects aged over 65 from Pelotas (RS, Brazil. The aim was to investigate the prevalence of falls and associated factors. The prevalence of falls was 33.5%; the most frequent place in which falls occurred was the bedroom (37%. Of all falls, 16.9% resulted in a fracture. Approximately 70% of the falls took place at the institution in which the subjects live. Ankles and hips were the most frequently anatomic sites fractured (33,3%. The prevalence of falls among the elderly was high and the consequences of such falls are worrying. Prevention strategies by healthcare professionals and managers are urgently needed in order to minimize the burden of falls and thus enhance

  20. Uso de anti-inflamatórios não esteroides por idosos atendidos em uma Unidade de Estratégia de Saúde da Família do município de Ijuí (RS)

    OpenAIRE

    Bandeira, Vanessa Adelina Casali; Acadêmica do Curso de Graduação em Farmácia, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - UNIJUÍ.; Dal Pai, Camila Tais; Acadêmica do Curso de Graduação em Farmácia, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - UNIJUÍ.; Oliveira, Karla Renata de; Farmacêutica Mestre, docente do Departamento de Ciências da Vida- DCVida - UNIJUÍ.

    2014-01-01

    Estudo transversal e descritivo que teve como objetivo identificar os medicamentos prescritos e não prescritos aos idosos atendidos em uma Unidade de Estratégia de Saúde da Família (UESF) de Ijuí/RS e entre eles os anti-inflamatórios não esteroides (AINEs) utilizados para o controle da dor, bem como o uso de AINEs inapropriados para idosos. Os idosos foram identificados a partir dos cadastros da UESF e procurados em seus domicílios para responder um questionário constituído de perguntas abert...

  1. O risco espacial e fatores associados ao edentulismo em idosos em município do Sudeste do Brasil Spatial risk and factors associated with edentulism among elderly persons in Southeast Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael da Silveira Moreira

    2011-10-01

    Full Text Available Objetivou-se identificar fatores associados ao edentulismo e o seu risco espacial em idosos. Foi realizado um estudo transversal em uma amostra de 372 indivíduos de 60 anos e mais, no Município de Botucatu, São Paulo, Brasil, em 2005. Razões de prevalência brutas e ajustadas foram estimadas por meio de regressão de Poisson, com estimativa robusta da variância e procedimentos de modelagem hierárquica. A análise espacial foi realizada por estimativas de densidade de Kernel. A prevalência de edentulismo foi de 63,17%. Os fatores sociodemográficos associados ao edentulismo foram a baixa escolaridade, o aumento do número de pessoas por cômodo, não possuir automóvel e idade mais avançada, presença de comorbidades, ausência de um cirurgião-dentista regular e ter realizado a última consulta há três anos ou mais. A análise espacial mostrou maior risco nas áreas periféricas. Obteve-se uma melhor compreensão da perda dentária entre os idosos, subsidiando o planejamento de ações em saúde coletiva.This study aimed to identify factors associated with edentulism and spatial risk of tooth loss in the elderly. A cross-sectional study was conducted using a random sample (n = 372 of individuals 60 years and older in Botucatu, São Paulo State, Southeast Brazil, in 2005. Crude and adjusted prevalence ratios were estimated by Poisson regression with robust variance. Spatial analysis was performed using Kernel intensity estimation. Prevalence of edentulism was 63.17%. Socio-demographic factors associated with edentulism according to multiple regression were low schooling, household crowding, not owning a car, older age, lack of a regular dentist, and the last dental visit three previously or longer. Spatial analysis showed greater risk of edentulism in the peripheral areas of the city. The results help understand the high prevalence of tooth loss among the elderly, thus providing essential information for planning oral health

  2. Dinâmica da institucionalização de idosos em Belo Horizonte, Brasil Dynamics of institutionalization of older adults in Belo Horizonte, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flávio Chaimowicz

    1999-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: O processo de envelhecimento populacional brasileiro tem sido acompanhado por transformações epidemiológicas e sociais que, em outros países, aumentaram a demanda por instituições de longa permanência. Nesse sentido, desenvolveu-se estudo sobre dinâmica da institucionalização de idosos através da análise da oferta de leitos e características demográficas dos residentes em asilos. MÉTODOS: Foi realizado levantamento dos asilos de idosos do Município de Belo Horizonte, MG. Foram registradas datas de nascimento e admissão de 1.128 residentes de 33 dos 40 asilos em funcionamento no município. A lotação foi calculada através da capacidade informada e da taxa de institucionalização, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD. RESULTADOS: As taxas de institucionalização de idosos (65+ do município foram 0,9% (mulheres e 0,3% (homens. A lotação mediana dos asilos era de 92%. Dentre os 1.128 residentes arrolados (92,5% do total, as mulheres (81% apresentavam maiores médias de idade (76,4 x 70,4 anos; p=0,00 e estada (5,6 x 4,5 anos; p=0,01. DISCUSSÃO/CONCLUSÕES: Elevada lotação, listas de espera nos asilos filantrópicos (85% do total e rígidos critérios para admissão (metade recusava idosos demenciados ou dependentes sugerem que a baixa taxa de institucionalização se deve à escassez de vagas. A predominância de idosas reflete a prevalência de viúvas ou separadas na comunidade (66% contra 76% de homens casados. A proporção de homens adultos (31% INTRODUCTION: Epidemiological and social changes related to population aging in Brazil will probably increase the need for nursing homes (NH. The study analyses the dynamics of institutionalization in Belo Horizonte, a 3 million inhabitant city of whom 8.0% are aged 60 or more. METHODS: Age and length of stay of 1,128 NH residents (92.5% of the estimated population was registered and occupancy and institutionalization rates were

  3. Coping in aged people with Alzheimer's disease Coping en ancianos con la enfermedad de Alzheimer Coping em idosos com doença de Alzheimer

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Nery de Souza

    2007-02-01

    doença de Alzheimer (DA, este estudo teve por objetivo identificar o estilo de coping utilizado por eles. Para isso, foi aplicado o Inventário de Coping de Jalowiec em 60 idosos, sendo 30 do grupo controle e 30 com DA. Os resultados evidenciaram o predomínio do coping focado na emoção no grupo DA e focado no problema no grupo controle, porém, não houve diferença significativa (p=0,124. Além disso, observou-se que, quanto melhor o desempenho cognitivo dos idosos com DA, maior a tendência em utilizar estratégias de coping focadas no problema (p=0,0074. Assim, parece haver tendência à seleção de estratégias evasivas e de controle emocional nos idosos dementes com pior desempenho cognitivo, em detrimento da tentativa de solucionar o problema ou minimizar suas conseqüências.

  4. Audição e percepção da perda auditiva em idosos Hearing and perception of hearing loss in elderly people

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria da Glória Canto de Sousa

    2009-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a audição e a percepção dos indivíduos idosos sobre a sua condição de audição. MÉTODOS: Foi desenvolvida uma pesquisa descritiva e exploratória, tendo como sujeitos 40 alunos, sendo 34 do sexo feminino e seis do sexo masculino, com idades variando entre 61 e 88 anos, de uma Universidade Aberta à Terceira Idade, localizada na cidade do Salvador, na Universidade do Estado da Bahia. Para avaliação dos sujeitos foi aplicado o Inventário Auditivo para Idosos - IAPI e realizado o exame audiométrico. A análise dos dados foi feita a partir das variáveis: sexo, faixa etária e pela computação das respostas dadas pelos indivíduos ao Inventário Auditivo para Idosos. RESULTADOS: Dos idosos 37,5% apresentaram audição normal e 62,5% perda auditiva, sendo 30% perda auditiva assimétrica e 32,5% simétrica. Dos 25 sujeitos com perda auditiva, apenas 3 (12% tiveram percepção da mesma com um IAPI superior a dez pontos e 22 (88% com uma pontuação inferior a dez. Quanto ao sexo, 8% de homens e 4% de mulheres tiveram uma pontuação superior a dez no IAPI; 16% dos indivíduos do sexo masculino e 72% do feminino apresentaram pontuação inferior a dez. Houve um predomínio da configuração audiométrica do tipo descendente em 88% dos sujeitos. CONCLUSÃO: A maioria dos sujeitos estudados era portadora de perda auditiva, sendo que, quanto maior a idade, maior esta deficiência. Proporcionalmente, a perda auditiva ocorreu mais em homens do que em mulheres, mas poucos percebem a sua existência.PURPOSE: To evaluate the hearing of elderly individuals and their perception regarding their hearing condition. METHODS: A descriptive and exploratory research was developed using as subjects 40 students from a University for the Third Age located in Salvador, Bahia (Brazil, being 34 female and 6 male, with ages ranging from 61 to 88 years. The evaluation used the Hearing Handicap Inventory for Elderly - HHIE, and an audiometric

  5. Demência como fator de risco para fraturas graves em idosos Dementia as risk factor for severe bone fractures among the elderly

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline de Mesquita Carvalho

    2002-08-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: As quedas entre pessoas idosas constituem importante problema de saúde pública devido à sua alta incidência, às complicações para a saúde e aos altos custos assistenciais. O estudo realizado visa a estimar a associação entre demência e ocorrência de quedas e fraturas entre idosos. MÉTODOS: Foi conduzido estudo caso-controle de 404 indivíduos com 60 ou mais anos de idade, da cidade do Rio de Janeiro, Brasil. Casos e controles foram pareados por idade, sexo e hospital. Os dados foram coletados por meio de entrevista estruturada com os idosos. Foram considerados portadores de quadro demencial idosos cuja pontuação no questionário BOAS fosse superior a dois. Foram obtidos odds ratios (OR ajustados por fatores potenciais de confusão, utilizando-se regressão logística condicional. RESULTADOS: As quedas distribuíram-se igualmente entre os períodos da manhã, tarde e noite, havendo uma redução em sua freqüência durante a madrugada. Acidentaram-se dentro de casa 78% dos idosos com demência, contra 55% daqueles sem essa doença. O OR não-ajustado para a associação entre demência e fratura grave foi de 2,0 (IC95%, 1,23-3,25. Após o ajuste por fatores de confusão, houve uma pequena redução dessa associação (OR=1,82, 1,03-3,23. CONCLUSÃO: Idosos com quadro demencial apresentam maior risco de caírem e ser hospitalizados por fratura do que idosos sem demência. Tal fato implica a necessidade de cuidados especiais com esses indivíduos, visando a minimizar o risco desses acidentes.INTRODUCTION: Falls among elderly represent an important public health concern due to its high incidence, health implications, and medical care costs. The study aims to assess the association between dementia and bone fracture risk after falls among the elderly. METHODS: A case-control of 404 subjects aged 60 years old or more living in Rio de Janeiro, Brazil, was carried out. Cases and controls were matched by age, sex, and

  6. Necessidades de educação em saúde dos idosos à luz da teoria de Madeleine Leininger

    OpenAIRE

    Mallmann, Danielli Gavião

    2014-01-01

    A promoção do envelhecimento saudável necessita de estratégias que visem a prevenção de doenças e a promoção da saúde, entre as quais destaca-se a educação em saúde, que deve considerar a realidade ambiental, a cultura e as necessidades dos indivíduos envolvidos na ação educativa. A Teoria de Madeleine Leininger, que preconiza o respeito aos aspectos culturais, pode ser associada a estudos sobre práticas educativas em saúde. Esta dissertação objetivou apreender as necessidades de educação em ...

  7. Infecção em idosos internados em instituição de longa permanência Infection in elderly interned in long-term care facilities

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo José Fortes Villas Bôas

    2007-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar ocorrência de infecção em idosos de instituição de longa permanência (ILP durante 13 meses consecutivos. MÉTODOS: Cinqüenta e cinco idosos foram avaliados segundo critérios de infecção e de comunicação padronizada. RESULTADOS: A idade mediana foi de 75 (66-81 anos. O conjunto de dados constituiu-se de 20.896 pacientes-dia (PD durante o período, com um total de 76 infecções para uma taxa média de infecção de 3,2 por 1000 PD. A taxa de pacientes com infecção foi de 63,6%. As topografias prevalentes foram respiratória (50%, trato urinário (32%, pele e partes moles (12% e gastrintestinal (7%, com taxa de infecção/1000 PD de 1,60; 1,01; 0,38; e 0,2, respectivamente. A taxa de mortalidade por infecção foi de 5%. Agentes microbiológicos foram isolados em 30,5% dos episódios infecciosos e Escherichia coli e Staphylococcus aureus foram os mais freqüentes. CONCLUSÃO: Infecção apresentou elevada incidência nos idosos institucionalizados, porém nenhum evento extraordinário foi observado.OBJECTIVE: To evaluate the occurrence of infection in elderly interned in long-term care facilities (LTCF during 13 consecutive months. METHODS: Fifty five elderly were evaluated according to infection and, reporting was standardized. RESULTS: The median age was 75 (66 81 years. The data set consisted of 20,896 patients-day (PD of care during the period, with a total of 76 infections for a pooled mean rate of infections 3.20 per 1,000 PD of care. Patient infection rate was 63.6%. Prevalent topographies of infection were respiratory (50%, urinary tract (32%, skin and soft tissue (12% and gastroenteritis (7%, with an infection rate for specific categories/1000 PD of 1.60, 1.01, 0.38, 0.21, respectively. Mortality infection rate was 5%. Microbiological agents were isolated in 30.5% of the infection episodes. Escherichia coli and Staphylococcus aureus were prevalent. CONCLUSION: Infection presented an elevated incidence in

  8. Qualidade de vida e fatores associados em idosos dependentes em uma cidade do interior do Nordeste Quality of life and associated factors in functionally dependent elderly in the hinterland of Northeast Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gilson de Vasconcelos Torres

    2009-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Este estudo tem por objetivo verificar a influência de fatores sociodemográficos, condições de saúde, capacidade funcional e dinâmica familiar na qualidade de vida de idosos dependentes residentes em domicílio em uma cidade do interior da região do Nordeste. MÉTODOS: Trata-se de uma pesquisa de caráter analítico com delineamento transversal. A amostra deste estudo foi composta por 117 idosos dependentes, cadastrados nas Unidades de Saúde da Família da área de abrangência do bairro do Jequiezinho, no município de Jequié, BA. Os instrumentos de coleta de dados utilizados foram o WHOQOL-OLD, o Índice de Barthel, o Apgar de Família e o levantamento de dados sociodemográficos e condições de saúde. RESULTADOS: Com a aplicação do Teste do qui-quadrado (x² encontrou-se diferença estatística entre comprometimento da qualidade de vida e da dinâmica familiar, com exceção do domínio autonomia (p = 0,061 da qualidade de vida. CONCLUSÕES: Apenas o comprometimento da dinâmica familiar influencia de maneira negativa a qualidade de vida dos idosos dependentes, uma vez que, quanto mais prejudicada a funcionalidade familiar, pior a qualidade de vida desses.OBJECTIVE: The aim of this study was to determine the influence of sociodemographic factors, health status, functional capacity and family dynamics on the quality of life of dependent elderly individuals living at home in a city in the hinterland of Northeast Brazil. METHODS: This is an analytical study with a cross-sectional design. The sample was composed of 117 dependent elderly individuals, enrolled in the Family Health Units in the district of Jequiezinho in the city of Jequié, located in the hinterland of Bahia state. The data collection instruments used were the Family Apgar, WHOQOL-OLD, Barthel's Index as well as socioeconomic and health status data. RESULTS: The chi-square (x² test showed a statistical difference between compromised quality of life and

  9. Diabetes mellitus auto-referido e sua associação com excesso de peso em idosos.DOI:10.5007/1980-0037.2011v13n6p442

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andreia Pelegrini

    2011-11-01

    Full Text Available O objetivo do estudo foi identificar a prevalência de diabetes mellitus auto-referida em idosos de Florianópolis e sua relação com excesso de peso. Participaram do estudo 875 idosos. Foram coletadas informações sociodemográficas (sexo, grupo etário, escolaridade, renda mensal, antropométricas (massa corporal, estatura, atividade física habitual, hipertensão arterial e diabetes mellitus. Adotou-se o Índice de Massa Corporal para diagnosticar o excesso de peso. As variáveis de ajuste foram: sociodemográficas, atividade física habitual e hipertensão arterial. A prevalência de diabetes mellitus foi de 13,5% (masculino = 12,1%; feminino = 14,8%; p<0,05 e a de excesso de peso foi de 59,4% (masculino = 58,0%; feminino = 60,7%; p=0,40. Maior prevalência de diabetes mellitus foi observada nos idosos com excesso de peso. O excesso de peso foi positivamente associado à diabetes, independentemente do sexo, idade, escolaridade, renda mensal, atividade física habitual e hipertensão arterial. Conclui-se que o excesso de peso em idosos de Florianópolis foi fator independente e positivamente associado à diabetes mellitus.

  10. Queixa subjetiva de comprometimento da memória em idosos saudáveis: influência de sintomas depressivos, percepção de estresse e autoestima

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Talita dos Santos

    2012-10-01

    Full Text Available O presente estudo analisou a relação entre percepção de estresse, sintomas depressivos e autoestima em idosos com e sem queixa subjetiva de comprometimento de memória. Foram incluídos 204 idosos (104 sem e 100 com queixa de memória avaliados a partir do instrumento Memory Assessment Complain Questionnaire (MAC-Q. O protocolo de estudo incluiu a Escala de Estresse Percebido (EEP, a Escala de Depressão Geriátrica (GDS e a Escala de Autoestima de Rosenberg (EAE. Os idosos com queixa de comprometimento apresentaram escores significativamente maiores na EEP e GDS e menores na EAE (p < 0.001. Foi observada correlação negativa entre o escore do MAC-Q e EPP (p < 0.001 e EAE (p = 0.01. A análise de regressão multivariada identificou somente o estresse como fator preditor da queixa subjetiva de memória. Esses dados sugerem que a percepção de estresse e os sintomas depressivos estão associados com a queixa de memória em idosos.

  11. O exercício físico no tratamento da depressão em idosos: revisão sistemática Physical exercise in the treatment of depression in the elderly: a systematic review

    OpenAIRE

    Helena Moraes; Andréa Deslandes; Camila Ferreira; Fernando A. M. S. Pompeu; Pedro Ribeiro; Jerson Laks

    2007-01-01

    OBJETIVOS: Revisar a literatura quanto (I) ao possível efeito protetor do exercício físico sobre a incidência de depressão e (II) à eficácia do exercício físico como intervenção no tratamento da depressão. MÉTODO: Revisão sistemática de artigos em inglês e português nas bases ISI, PubMed, SciELO e LILACS de janeiro de 1993 a maio de 2006, utilizando conjuntamente os termos "depressão", "idosos" e "exercício". Artigos que avaliaram o efeito do exercício em idosos com doenças clínicas ou que ut...

  12. Efeitos da manipulação da ordem dos tipos de exercício durante o treinamento concorrente nas adaptações neuromusculares e cardiorrespiratórias em homens idosos

    OpenAIRE

    Eduardo Lusa Cadore

    2012-01-01

    O objetivo da presente tese foi investigar os efeitos da ordem das modalidades de treino de força e aeróbico nas adaptações neuromusculares e cardiorrespiratórias ao treinamento concorrente em idosos. Vinte seis homens idosos saudáveis (64,7 ± 4,1 anos) foram distribuídos em 2 grupos de treino concorrente: treino de força executado antes do treino aeróbico (GFA, n=13), e treino aeróbico executado antes do treino de força (GAF, n = 13). Os indivíduos treinaram 12 semanas, 3 vezes por semana ex...

  13. Influência do tabagismo na força muscular respiratória em idosos Influence of smoking on respiratory muscle strength in elderly

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliane Regina Ferreira Sernache de Freitas

    2012-12-01

    Full Text Available Este estudo consistiu em avaliar a influência do tabagismo na força muscular respiratória (pressões inspiratória máxima e expiratória máxima em idosos fisicamente independentes, comparando-os àqueles não fumantes. Foram selecionados 120 idosos com idades iguais ou acima de 60 anos de ambos os sexos e divididos em dois grupos de acordo com os critérios da Organização Mundial de Saúde: Grupo Tabagistas, com 14, e Grupo Não tabagistas, com 106 indivíduos. Foi aplicado um questionário estruturado para coleta de dados demográficos. Para avaliação da força muscular respiratória, utilizou-se o manovacuômetro analógico da marca Gerar®, com intervalo de -300 a +300 cmH2O. Foram utilizados o teste t de Student para avaliar a diferença entre as médias encontradas e o coeficiente de correlação de Pearson (r² para analisar as associações. O Grupo Tabagistas apresentou menor pressão inspiratória máxima com diferença significante (pThis study evaluated the influence of smoking on respiratory muscle strength (maximal inspiratory and maximal expiratory pressures in physically independent elderly compared to nonsmokers. We selected 120 aged people equal or above 60 years-old divided into two groups, according to the World Health Organization criteria: Smokers Group, including 106 individuals, and Nonsmokers Group, with 14. A structured questionnaire was applied to collect demographic data. For respiratory muscle strength evaluation, a GERAR® analog manovacuometer with a range of -300 to +300 cmH2O was used. Student's t-test was used to evaluate the difference between means, and Pearson's correlation coefficient (r² to analyze associations. The Smokers Group presented lower maximum inspiratory pressure with a significant difference (p<0.0001. There was no significant difference in the maximum expiratory pressure. It was observed that the body mass index was also significantly lower in smokers (p<0.0001, however no positive

  14. Prevalência de sintomas depressivos e fatores associados em idosos no norte de Minas Gerais: um estudo de base populacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gizele Carmem Fagundes Ramos

    2015-06-01

    Full Text Available Objetivo Avaliar a prevalência e os fatores associados aos sintomas depressivos em idosos não institucionalizados. Métodos Estudo transversal, analítico, de base populacional, cujos dados foram coletados entre maio e julho de 2013, em visitas domiciliares. Foi aplicado um questionário com variáveis sociodemográficas, comorbidades, utilização de serviços de saúde, escala de fragilidade (Edmonton Frail Scale, teste Timed Get Up and Go e a Escala de Depressão Geriátrica (Geriatric Depression Scale – GDS-15. Para análise estatística, as variáveis foram dicotomizadas. Conduziram-se análises bivariadas (teste qui-quadrado de Pearson adotando-se nível de significância menor que 0,20 para inclusão das variáveis independentes no modelo múltiplo. O modelo final foi gerado por meio de análise de regressão logística múltipla e as variáveis mantidas apresentaram associação com sintomas depressivos em um nível de significância de 0,05 (p < 0,05. Resultados A prevalência de sintomas depressivos foi de 27,5%. As variáveis independentes associadas a sintomas depressivos foram: não ter companheiro (a (OR = 1,81; IC 95% 1,214-2,713, não saber ler (OR = 1,84; IC 95% 1,19-2,836, percepção negativa sobre a própria saúde (OR = 2,12; IC 95% 1,373-3,256, tabagismo (OR = 2,31; IC 95% 1,208-4,431, alto risco de quedas (OR = 1,78; IC 95% 1,000-3,184 e fragilidade (OR = 2,38; IC 95% 1,510-3,754. Conclusões A alta prevalência de sintomas depressivos identificada entre idosos comunitários alerta para a necessidade de maiores cuidados com a população idosa.

  15. Adesão ao tratamento e controle da pressão arterial em idosos com hipertensão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rachel G. Bastos-Barbosa

    2012-07-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A não adesão ao tratamento tem sido identificada como a causa principal da Pressão Arterial (PA não controlada, e pode representar um risco maior em idosos. OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi avaliar e comparar a taxa de adesão ao tratamento da hipertensão arterial por diferentes métodos, para estimar a taxa de controle da PA, e observar se há uma associação entre controle da pressão arterial e adesão. MÉTODOS: A adesão ao tratamento foi avaliada em pacientes idosos com hipertensão, acompanhados pelo serviço público de saúde, por meio de quatro métodos, incluindo o teste de Morisky-Green (referência, o questionário sobre atitudes referentes à ingestão de medicação (AMI, uma avaliação da adesão por parte do enfermeiro em consultório (AEC, e avaliação domiciliar da adesão (ADA. A ingestão de sal foi estimada pela excreção urinária de sódio de 24 horas. O controle da pressão arterial foi avaliado pelo monitorização ambulatorial da pressão arterial na vigília. RESULTADOS: A concordância entre o teste de Morisky-Green e o AMI (Kappa = 0,27 ou a AEC (Kappa = 0,05 foi pobre. Houve uma concordância moderada entre o teste de Morisky-Green e a ADA. Oitenta por cento tinham a PA controlada, incluindo 42% com efeito do jaleco branco. O grupo com menor excreção de sal relatou evitar o consumo de sal mais vezes (p < 0,001 e também teve maior adesão ao medicamento (p < 0,001 do que o grupo com maior de excreção de sal. CONCLUSÃO: Os testes avaliados não apresentaram boa concordância com o teste de Morisky-Green. A adesão ao tratamento da hipertensão foi baixa; no entanto, houve uma elevada taxa de controle da pressão arterial, quando os sujeitos com o efeito do jaleco branco foram incluídos na análise.

  16. Fraturas proximais do fêmur em idosos: qual o melhor tratamento? Proximal fracture of the femur on the elderly: what's the best treatment?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lygia Paccini Lustosa

    2009-01-01

    Full Text Available As fraturas proximais do fêmur em idosos representam um sério problema dentro do contexto da saúde pública, devido aos elevados custos econômicos para o tratamento e as suas consequências, assim como pela alta taxa de morbidade e mortalidade. O objetivo desse estudo foi discutir quais os tratamentos mais indicados para esse tipo de fratura, em idosos, por meio de uma revisão da literatura. As bases de dados pesquisadas foram MEDLINE, COCHRANE e PEDro. Os critérios de inclusão foram estudos publicados nos últimos sete anos; nos idiomas português, inglês e espanhol; realizados em seres humanos, sem distinção de gênero e com idade maior que 60 anos; estudos com desenho metodológico de ensaios clínicos, ensaios clínicos aleatorizados e revisões sistemáticas com e sem meta-análise. Foram encontrados sete artigos e após a análise pode se afirmar que não existe um tratamento específico para as fraturas proximais do fêmur em idosos. O tratamento normalmente indicado na maioria dessas fraturas é cirúrgico e requer envolvimento fisioterápico para uma reabilitação adequada. Apesar da dificuldade de comparação entre os estudos, foi observado que uma equipe de profissionais da saúde parece promover uma reabilitação mais efetiva, além de prevenir complicações.The proximal fractures of the femur on the elderly represent a serious problem inside the public health context, because of the high economic costs needed for the treatment and it's consequence, as the high taxes of morbidity and mortality. The goal of this study was to discuss, through a literature revision, which is the most indicated treatment for the proximal fractures of the femur, on the elderly. The researched data bases were MEDLINE, COCHRANE and PEDro. The inclusion criterions were published studies on the last seven years, only on the Portuguese, English and Spanish languages, accomplished on human beings, with no genre distinction and with ages above 60

  17. Physical activity and depressive symptoms in community-dwelling elders from southern Brazil Atividade física e sintomas depressivos em idosos sul-brasileiros da comunidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    César L. Reichert

    2011-01-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To determine the existence of a relationship between physical activity and depressive symptoms in community-dwelling elders. METHOD: This is a cross-sectional, population-based study, which included 379 community-dwelling elders from Novo Hamburgo, state of RS, Brazil. The level of physical activity was estimated using the International Physical Activity Questionnaire and depressive symptoms were diagnosed according to the Yesavage Geriatric Depression Scale. The association between the level of physical activity and depressive symptoms was analyzed by logistic regression. RESULTS: A tendency towards a lower prevalence of depressive symptoms was observed in individuals with higher levels of physical activity, both in the sample as a whole as well as among men, but not among women (p for linear trend 0.04, 0.03 and 0.36, respectively. The odds ratio of the presence of depressive symptoms in the very active group, as compared against that of the insufficiently active group was 0.32 (95% CI: 0.12-0.86 for men and 0.76 (95% CI: 0.39-1.46 for women. CONCLUSION: In this population of aged individuals, more intense physical activity is related to a lower prevalence of depressive symptoms. As shown by gender stratification, physical activity is inversely related to depressive symptoms in men, albeit not in women.OBJETIVO: Avaliar a relação entre atividade física e sintomas depressivos em idosos da comunidade. MÉTODO: Estudo transversal de base populacional que incluiu 379 idosos da comunidade da cidade de Novo Hamburgo-RS, Brasil. O nível de atividade física foi estimado pelo Questionário Internacional de Atividade Física e os sintomas depressivos foram diagnosticados por meio da Escala de Depressão Geriátrica de Yesavage. A associação entre nível de atividade física e sintomas depressivos foi analisada por regressão logística. RESULTADOS: Foi observada uma tendência a menor prevalência de sintomas depressivos em indiv

  18. Physical activity and depressive symptoms in community-dwelling elders from southern Brazil Atividade física e sintomas depressivos em idosos sul-brasileiros da comunidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    César L. Reichert

    2011-06-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To determine the existence of a relationship between physical activity and depressive symptoms in community-dwelling elders. METHOD: This is a cross-sectional, population-based study, which included 379 community-dwelling elders from Novo Hamburgo, state of RS, Brazil. The level of physical activity was estimated using the International Physical Activity Questionnaire and depressive symptoms were diagnosed according to the Yesavage Geriatric Depression Scale. The association between the level of physical activity and depressive symptoms was analyzed by logistic regression. RESULTS: A tendency towards a lower prevalence of depressive symptoms was observed in individuals with higher levels of physical activity, both in the sample as a whole as well as among men, but not among women (p for linear trend 0.04, 0.03 and 0.36, respectively. The odds ratio of the presence of depressive symptoms in the very active group as compared against that of the insufficiently active group was 0.32 (95% CI: 0.12-0.86 for men and 0.76 (95% CI: 0.39-1.46 for women. CONCLUSION: In this population of aged individuals, more intense physical activity is related to a lower prevalence of depressive symptoms. As shown by gender stratification, physical activity is inversely related to depressive symptoms in men, albeit not in women.OBJETIVO: Avaliar a relação entre atividade física e sintomas depressivos em idosos da comunidade. MÉTODO: Estudo transversal de base populacional que incluiu 379 idosos da comunidade da cidade de Novo Hamburgo-RS, Brasil. O nível de atividade física foi estimado pelo Questionário Internacional de Atividade Física e os sintomas depressivos foram diagnosticados por meio da Escala de Depressão Geriátrica de Yesavage. A associação entre nível de atividade física e sintomas depressivos foi analisada por regressão logística. RESULTADOS: Foi observada uma tendência a menor prevalência de sintomas depressivos em indiv

  19. Estratégia para individualizar uma dose eficiente de betabloqueador em pacientes idosos com isquemia miocárdica e função ventricular esquerda preservada

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Serro-Azul João Batista

    2004-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar estratégia de titulação para prescrever uma dose de propranolol que seria eficiente em reduzir isquemia do miocárdio em idosos. MÉTODOS: Foram estudados 14 homens idosos (73,6 ± 5,3 anos, portadores de doença coronariana estável, documentada pela cinecoronariografia, com resposta isquêmica ao teste ergométrico e função ventricular esquerda preservada. O propranolol foi titulado a fim de atingir redução de 15% na freqüência cardíaca, ao final da carga de 50 W (correspondente às atividades diárias normais de idosos, em testes ergométricos semanais e feito estudo cintilográfico sincronizado das câmaras cardíacas, em repouso e durante exercício, antes e após seu uso. RESULTADOS: As reduções da freqüência cardíaca na carga de 50 W e em repouso foram semelhantes (21% vs 20%; p=0,5100. O propranolol melhorou a duração do exercício (12,2 ± 2,0 min vs 13,1 ± 1,8 min; p=0,0313 e aboliu as alterações do segmento ST induzidas pelo exercício em 8 (57% pacientes. Em repouso, a fração de ejeção não foi modificada pelo betabloqueador. Durante o exercício máximo, o propranolol reduziu o índice de volume sistólico final e aumentou a fração de ejeção. CONCLUSÃO: A estratégia de empregar betabloqueadores para reduzir a freqüência cardíaca em 15% na carga de 50 W é segura e benéfica nos idosos com isquemia miocárdica e função ventricular preservada. A dose utilizada reduziu a isquemia miocárdica e melhorou a tolerância ao exercício, sem prejudicar o desempenho ventricular durante exercício máximo.

  20. Avaliação do processamento auditivo de indivíduos idosos com e sem presbiacusia por meio do teste de reconhecimento de dissílabos em tarefa dicótica - ssw

    OpenAIRE

    Quintero Sandra Murad; Marotta Rosely M. B.; Marone Sílvio A. M.

    2002-01-01

    Introdução: A comunicação é para o ser humano um ato fundamental na vida, sendo primordial a preservação auditiva. Com a expectativa de vida aumentando, surge a necessidade de compreendermos melhor os idosos e sua queixa constante de não compreensão da fala em ambiente ruidoso ou com reverberação. Muitos autores relacionam essa dificuldade à perda auditiva neurossensorial (PANS) freqüentemente encontrada nesta população, porém, em muitos casos essa dificuldade parece maior que a esperada dada...

  1. Efeito de um programa de treinamento da memória de trabalho em adultos idosos Effect of a working memory training program in older adults

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tânia Maria Netto

    2013-01-01

    Full Text Available Este estudo objetivou examinar os efeitos de um Treinamento da Memória de Trabalho (TMT em idosos saudáveis. Vinte participantes compuseram a amostra final, onze do grupo experimental (TMT e nove do controle (socialização. Todos foram submetidos a uma avaliação neuropsicológica pré e pós-intervenção. Os encontros foram realizados uma vez por semana, durante três meses. Houve melhora significativa, no grupo experimental, em atenção concentrada, aprendizagem, memória de curto prazo e episódica, e no grupo controle, em um menor número de variáveis, na atenção concentrada e memória episódica. O TMT parece ter promovido efeito de transferência, principalmente na memória episódica, que é relacionada diretamente aos subsistemas da memória de trabalho (MT, sugerindo que o TMT pode ser útil no contexto da neuropsicologia do envelhecimento.The present study examined the effects of a Working Memory Training (WMT in healthy elderly. Twenty participants comprised the final sample, eleven from the experimental group (WMT and nine from the control group (socialization. Every subject underwent a neuropsychological evaluation pre and post-intervention. The meetings were held once a week, for three months. Results indicated that subjects in the experimental group improved cognitive functions related to concentrated attention, learning, short-term and episodic memory. Subjects in the control group also demonstrated, in a smaller number of variables, improvement in concentrated attention and episodic memory. WMT seems to have generated a transfer effect, especially to episodic memory, which is directly related to the subsystem of working memory (WM, suggesting that WMT may be useful in the context of the neuropsychology of aging.

  2. Doenças infecciosas como causas de morte em idosos autopsiados Infeccious diseases as causes of death in autopsied elderly

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flávia Aparecida de Oliveira

    2004-02-01

    Full Text Available O envelhecimento populacional no Brasil está associado às alterações na morbimortalidade da população. Nesse estudo, foi verificado as causas de morte e outros processos patológicos em idosos autopsiados. Os idosos com idade maior ou igual a 60 anos, no período de 1976 a 1998 representaram 394 casos (24,4%. A mediana da idade foi 69 (60 a 120 anos, sendo maior nas mulheres (70,5 versus 68 anos; pThe population aging in Brazil was associated with the alterations in the morbimortality of the population. The aim of this study was to verify the causes of death and other pathological processes in autopsied elderly. The elderly with 60 years or more in the period from 1976 to 1998 represented 394 cases (24.4%. The age median was 69 years ranged from 60 to 120 years, being higher in the women (70.5 versus 68yrs;p<0.05. The male gender (67.5%, white color (69.8%, and the cardiovascular (43.7% and infectious (31% causes of death were dominate. In the malnourished (76.2% it had association of pneumonia and cystitis, (p<0.05. Arteriosclerosis (61.9%, and the chagasic (42.1% and hypertensive cardiopathies (39.1% were the most frequent processes. Therefore, it was observed an overlapping of chronic-degenerative and infectious causes of death. This study shows the necessity to value of follow up of body mass index and of risk factors for the development of illness in aging patients like pneumonia.

  3. Avaliação da capacidade funcional em idosos diabéticos Functional capacity assessment in aged diabetic patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Maria da Cruz dos Anjos

    2012-03-01

    Full Text Available O diabetes mellitus (DM tem associação com várias comorbidades que comprometem ainda mais a funcionalidade do idoso. Essa doença crônica está vinculada ao risco de incapacidade para realizar atividades rotineiras. O objetivo deste estudo foi comparar a capacidade funcional de idosos diabéticos e não diabéticos. Trata-se de uma pesquisa observacional transversal que avaliou 40 idosos, divididos em dois grupos, sendo 20 diabéticos (71,1±4,6 anos e 20 não diabéticos (71,7±4,4 anos. Os grupos foram semelhantes quanto ao gênero, idade e índice de massa corpórea (IMC. Para avaliação da capacidade funcional foram realizados o teste de desempenho físico modificado (TDMF e o teste de caminhada de seis minutos (TC6. A percepção subjetiva do esforço foi avaliada por meio da escala de Borg modificada e o teste de sensibilidade pela percepção de um conjunto de seis monofilamentos de náilon de Semmes-Weinstein. Os dados foram analisados por meio do Mann-Whitney test. O grupo de idosos diabéticos percorreu menor distância no TC6 (396±55,6x481,5±73,1 m; p=0,0003 e apresentou pior teste de sensibilidade quando comparado com os não diabéticos, mas nenhuma diferença foi encontrada no TDMF. Os idosos diabéticos relataram pior aptidão física quando comparados com os não diabéticos.Diabetes mellitus (DM is associated with much comorbidity which compromise even more the aged functional capacity. This chronic illness is associated with the risk of disability to perform activities of daily living. The purpose of this study was to compare the functional capacity of diabetic and non-diabetic aged. It is a cross sectional study, that evaluated forty aged, dived in 2 groups, 20 diabetic (71.1±4.6 years and 20 non-diabetic (71.7±4.4 years. The groups where similar in gender, age and BMI. To assess functional capacity, the Physical Performance Test Modified (PPTM and the six minute walk test were performed. The rate of perceived

  4. Dyslipidemia and the risk of incident hypertension in a population of community-dwelling Brazilian elderly: the Bambuí cohort study of aging Dislipidemia e risco de incidência de hipertensão em uma população de idosos Brasileiros vivendo em comunidade: estudo de coorte de idosos de Bambuí

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marco Polo Dias Freitas

    2011-01-01

    Full Text Available This study aimed to examine the prognostic value of lipid parameters for incident hypertension in elderly living in a community. The study included 306 (81% from total persons aged > 60 years who were free of hypertension and of cardiovascular diseases at the baseline survey of the Bambuí Cohort Study of Aging. The cumulative incidence of hypertension over three years was 37.3%. The relative risk (RR of incident hypertension decreased 0.92 for each unit of HDL-cholesterol (95%CI: 0.86-0.99 independent of several potential confounding factors. Individuals with HDL-cholesterol in the top tercile (> 55mg/dL had a risk of hypertension halve that those in the bottom tercile (RR = 0.54; 95%CI: 0.33-0.90. Other lipid parameters had no significant effect on the outcome. High HDL-cholesterol showed an independent protective effect on subsequent development of hypertension in the elderly.O objetivo do estudo foi examinar o valor prognóstico de parâmetros lipídicos para a incidência de hipertensão arterial em idosos vivendo na comunidade. A pesquisa incluiu 306 (81% do total pessoas com idade > 60 anos que estavam livres de hipertensão e de doenças cardiovasculares na linha de base do Estudo de Coorte de Idosos de Bambuí. A incidência acumulada em três anos da hipertensão arterial foi de 37.3%. O risco relativo (RR para a incidência da hipertensão diminuiu 0,92 para cada unidade de colesterol HDL (IC95%: 0,86-0,99, independente de vários potenciais fatores de confusão. Indivíduos com colesterol HDL no tercil superior (> 55mg/dL apresentaram metade do risco de hipertensão que aqueles no tercil inferior (RR = 0,54; IC95%: 0,33-0,90. Os outros parâmetros lipídicos não apresentaram efeitos estatisticamente significantes sobre o evento. Valores mais altos de colesterol HDL apresentaram efeito protetor para o desenvolvimento da hipertensão em idosos.

  5. Caracterização do zumbido em idosos e de possíveis transtornos relacionados Characterization of tinnitus in the elderly and its possible related disorders

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lidiane Maria de Brito Macedo Ferreira

    2009-04-01

    Full Text Available O envelhecimento populacional é uma realidade atual no Brasil, e com ele observa-se o aumento de doenças crônicodegenerativas. O zumbido surge como um sintoma muito prevalente e de alto impacto na qualidade de vida do paciente senil. OBJETIVO: Avaliar e qualificar o zumbido neste grupo. MATERIAL E MÉTODO: Questionário de pesquisa aplicado a 100 idosos em hospital terciário, aleatoriamente, com questões sobre características do zumbido; repercussão do zumbido na vida do paciente e antecedentes pessoais. RESULTADOS: 61% dos participantes eram do sexo feminino, a média de idade foi de 69,53 anos. Em relação às características do zumbido: não-pulsátil 76%, contínuo 54%, bilateral 57%, recente 62% e único 83%; à repercussão: 32,5% referiram alteração no emocional, 31,8% no sono, 22,5% na concentração e 13,2% na vida social; 39% classificaram o zumbido em moderado, 35% em intenso e 26% em leve; às comorbidades: relação com sintomas otoneurológicos e hipertensão arterial; aos achados audiométricos: curvas descendentes, sensorioneurais e simétricas foram prevalentes. CONCLUSÕES: O zumbido interfere na vida do idoso; não há correlação entre o grau da perda auditiva e o grau de insatisfação do paciente com o zumbido; e a presbiacusia foi o achado mais comum encontrado nas audiometrias.Population aging it is a current reality in Brazil and tinnitus appears as a very prevalent symptom, having a high impact on the quality of life of elderly patients. AIM: to evaluate and to characterize tinnitus in this group. MATERIALS AND METHODS: A research questionnaire randomly given to 100 elderly patients in a tertiary hospital, asking about tinnitus characteristics, its impact on the life of the patient, and personal medical history. RESULTS: 61% of the participants were female, average age average was 69.53 years. The results associated with tinnitus features were: no-pulsatile 76%, continuous 54%, bilateral 57%, recent 62% and

  6. Research proposal: evaluation of the ART approach in elderly patients Protocolo de pesquisa: avaliação do Tratamento Restaurador Atraumático em pacientes idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tiago Rabello

    2006-01-01

    Full Text Available With the increase of life expectancy in the world's population, oral health care of elderly people has attracted considerably more attention over the last years. Many elderly may benefit from oral health promotion measures that involve the Atraumatic Restorative Treatment (ART approach. The purpose of this study will be to evaluate, over 3 years of follow-up, the clinical behavior of atraumatic restorations placed in elderly patients. The study will comprise a structured interview, intraoral clinical examination, oral hygiene instructions and the atraumatic restorative treatment. Intraoral examination will be carried out as recommended by the World Health Organization (WHO. Small to medium size class I, II or V cavities without pulp involvement and spontaneous painful symptomatology will be selected to undergo the atraumatic restorative treatment. The restorations will be evaluated by direct observation at baseline and after 6, 12, 24 and 36 months, using modified USPHS criteria. Two dentists with training and expertise in the ART approach, but who will not participate in the ART procedures, will evaluate the restorations.Com o aumento da expectativa de vida da população mundial, a saúde bucal do idoso tem recebido maior atenção nos últimos anos. Muitos idosos podem ser beneficiados por meio de ações de promoção de saúde bucal onde esteja incluído o Tratamento Restaurador Atraumático (TRA. Este estudo terá como proposta avaliar o comportamento clínico de restaurações atraumáticas em pacientes idosos, por um período de 3 anos. O estudo incluirá uma entrevista estruturada, exame clínico bucal, instruções de higiene oral e o tratamento restaurador atraumático. O método utilizado para o exame bucal será o preconizado pela Organização Mundial de Saúde (OMS. Cavidades classe I, II ou V pequenas ou médias, sem envolvimento pulpar nem sintomatologia dolorosa espontânea serão selecionadas para o tratamento restaurador

  7. Fatores associados ao uso de psicofármacos em idosos asilados Factors associated with the use of psychoactive drugs in institutionalized elderly

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giancarlo Lucchetti

    2010-01-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: As instituições de longa permanência para idosos (ILPI apresentam altas prevalências de internados em uso de psicofármacos para o controle de distúrbios comportamentais. Há, porém, poucos estudos brasileiros sobre esse aspecto de abordagem terapêutica em ILPI. OBJETIVO: Avaliar os fatores associados ao uso de psicofármacos em pacientes idosos institucionalizados. MÉTODOS: Foi realizado estudo transversal e retrospectivo por meio de análise de prontuários de todos os idosos (60 anos ou mais internados em um ILPI, independentemente das doenças apresentadas. Regressão logística foi realizada para verificar os fatores associados ao uso de psicofármacos na instituição. RESULTADOS: Foram avaliados 209 pacientes (73,2% mulheres, predominantemente portadores de síndromes demenciais, sequelas de acidentes vasculares cerebrais ou de traumas de crânio e hipertensão arterial sistêmica. Os psicofármacos estavam prescritos para 123 internados (58,9% do total, principalmente neurolépticos e antidepressivos. Após a regressão logística, encontrou-se associação entre a prescrição de neurolépticos e demência (p = 0,000, enquanto que o uso de antidepressivos esteve associado a maior número de medicamentos (p = 0,004 e presença de depressão (p = 0,000. O uso de psicofármacos em geral esteve fortemente associado com depressão (p = 0,000, presença de demência (p = 0,006 e presença de doenças psiquiátricas (p = 0,02. Não houve associação com as variáveis sexo, funcionalidade e idade. CONCLUSÃO: Há alto consumo de psicofármacos em ILPI. A associação destes com polifarmácia e depressão é significativa, e os portadores de demência foram os que mais fizeram uso dos neurolépticos. Fatores como idade e sexo, normalmente relevantes em pacientes ambulatoriais, não apresentaram associação em institucionalizados.INTRODUCTION: Nursing homes providing elderly care present a high prevalence of interns using

  8. PERFIL ALIMENTAR E NUTRICIONAL DE IDOSOS RESIDENTES EM MORADIAS INDIVIDUAIS NUMA INSTITUIÇÃO DE LONGA PERMANÊNCIA NO LESTE DO ESTADO DE SÃO PAULO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lilian Fernanda GALESI

    2009-06-01

    Full Text Available

    Idosos, principalmente os residentes em instituições de longa permanência, merecem atenção, pelo fato de apresentarem dificuldades inerentes à própria idade. A identificação da alimenta��ão desta população é de extrema importância para verificar a sua adequação. O objetivo deste trabalho foi avaliar o perfil alimentar e nutricional de 85 idosos, de ambos os sexos, residentes em moradias individuais de uma Instituição de Longa Permanência para idosos. Para a classificação do estado nutricional foi utilizado o Índice de Massa Corporal obtido por meio das medidas antropométricas de peso e estatura. Para a estimativa do consumo alimentar foram utilizados dois recordatórios de 24 horas. Todos os dados foram coletados nas residências dos indivíduos. Para efeito de análise, os idosos foram divididos em grupos segundo o IMC e as diferenças entre os grupos foram avaliadas pela ANOVA, seguida do teste de Tukey. Diante da análise do IMC (kg/m², dos 85 idosos participantes da pesquisa, 47 (55% foram classificados como eutróficos, 23 (27% com excesso de peso e 15 (18% com magreza. Com relação ao consumo alimentar, observou-se ingestão inadequada de energia e de alguns micronutrientes, tais como vitamina C, zinco e folato, quando se compara o ingerido com o recomendado pela Estimated Average Requirement, das DRI’s. Para os micronutrientes, a ingestão inadequada foi quantificada em menor que 50%. Em vista do exposto, esforços contínuos devem ser realizados na vigilância de consumo alimentar das populações idosas.

  9. Fatores determinantes do envelhecimento saudável em idosos residentes em centro urbano: Projeto Epidoso, São Paulo Determinant factors for healthy aging among senior citizens in a large city: the Epidoso Project in São Paulo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Roberto Ramos

    2003-06-01

    Full Text Available Com o envelhecimento populacional, temos um aumento da prevalência de doenças crônicas e incapacitantes e uma mudança de paradigma na saúde pública. As doenças diagnosticadas num indivíduo idoso geralmente não admitem cura e, se não forem devidamente tratadas e acompanhadas ao longo dos anos, tendem a apresentar complicações e seqüelas que comprometem a independência e a autonomia do paciente. A saúde não é mais medida pela presença ou não de doenças, e sim pelo grau de preservação da capacidade funcional. Quais os fatores que determinam um envelhecimento saudável, com boa capacidade funcional, e quais os fatores que aumentam o risco de morte e incapacidade são questões que terão que ser respondidas por inquéritos longitudinais que incluam a população idosa residente na comunidade. Este artigo apresenta dados do primeiro inquérito populacional de seguimento com idosos na comunidade no Brasil ­ Projeto Epidoso, em curso desde 1991 na cidade de São Paulo. São discutidas as características sócio-demográficas, clínicas e funcionais de uma coorte de idosos, com análise de risco para morte e incapacidade e considerações sobre as implicações para o planejamento em saúde.Population aging leads to an increase in the prevalence of chronic and disabling diseases, as well as a change in the public health paradigm. Diseases diagnosed in the elderly are generally not curable; if not properly treated and monitored over time, they tend to generate complications and sequelae that impair patients' independence and autonomy. Health is no longer measured by the presence or absence of disease, but by the degree of preservation of functional capacity. Factors for healthy aging with good functional capacity and those which increase the risk of death and disability need to be identified by longitudinal surveys that include the elderly population living in the community. This article presents data from the first follow

  10. Estado nutricional e disfagia orofaríngea em idosos acometidos por acidente vascular encefálico

    OpenAIRE

    Tatiane Aparecida da Silva

    2013-01-01

    O acidente vascular encefálico (AVE) pode ser considerado uma das principais doenças que resultam em quadros de disfagia orofaríngea, sendo os distúrbios da deglutição considerados um dos fatores que contribui para maior incidência de complicações respiratórias e nutricionais. A relação entre disfagia orofaríngea e a condição nutricional é pouco descrita na literatura, em que a maioria dos estudos aborda indivíduos na fase aguda do AVE, não tendo sido encontradas pesquisas que contemplem os a...

  11. Estudo comparativo da classificação do grau de perda auditiva em idosos institucionalizados Comparative study for classifying the hearing loss degree in institutionalized elderly

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristhiane Emy Kano

    2009-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: comparar os resultados audiológicos de idosos institucionalizados, levando-se em consideração duas classificações distintas. MÉTODOS: foram avaliados 40 idosos de ambos os sexos, com faixa etária superior a 60 anos. Após levantar a história clínica audiológica e de realizar otoscopia, foram obtidos os limares tonais (via aérea e via óssea dos indivíduos, com o uso de audiômetro Eymasa, dentro de cabina acústica. RESULTADOS: demonstraram que a classificação proposta pela Recomendação 02/1 do Bureau International d'Audio Phonologie, foi mais sensível quanto a caracterização da perda auditiva na população idosa. CONCLUSÃO: a classificação utilizada pela Recomentação 02/1 é a que melhor representa o grau de perda auditiva nesta população, uma vez que leva em consideração além das freqüências da fala (500, 1k e 2kHz, a freqüência de 4 kHz para o cálculo da média.PURPOSE: to compare the audiological results for institutionalized elderly, taking into consideration two distinct classifications. METHODS: we evaluated 40 elderly of both genders, over 60-year-old, after assessing the clinical history and conduct of audiological otoscopy, we obtained the pure tone (via air and bone of the individuals, by using the audiometer Eymasa within an acoustic cabin. RESULTS: the classification used by Recommendation 02/1 of Bureau International d'Audio Phonologie, was more sensitive about hearing loss characterization in the elderly population. CONCLUSION: the classification used by Recommendation 02/1, is the one that better represents hearing loss degree in this population, since it takes in consideration in addition to the speech frequencies (500, 1k and 2kHz, the frequency of 4kHz for calculating the mean value.

  12. Risco de queda em idosos da comunidade: avaliação com o teste Timed up and go Risk of falling among elderly persons living in the community: assessment by the Timed up and go test

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Onivaldo Bretan

    2013-02-01

    Full Text Available Risco de queda em idosos pode ser avaliado por meio de um teste simples de mobilidade. OBJETIVO: Avaliar o equilíbrio de idosos usando o teste "Timed up and go". MÉTODO: Os indivíduos tiveram o tempo medido desde o momento em que se levantaram de uma cadeira, caminharam 3 metros para a frente e retornaram à cadeira. Os idosos também responderam questões sobre desequilíbrio, tontura e queda. RESULTADOS: Cerca de 69% dos sujeitos realizaram o teste em até 19 segundos. Houve correlação significativa entre desequilíbrio, tempo dispendido e queda, assim como entre tontura e queda. CONCLUSÃO: A maior parte dos idosos mostrou baixos valores no teste, o que sugere boa mobilidade funcional. Entretanto, um número expressivo de indivíduos com valores mais elevados estão, provavelmente, mais propensos a quedas e à dependência menor ou maior nas atividades da vida diária.The risk of falling in elderly can be analyzed by a simple mobility test. OBJECTIVE: To assess the balance of elderly subjects through the 'Timed up and go' test. METHOD: Subjects were timed for the moment they got up from a chair, walked for three meters, and came back to the chair. They also answered questions on imbalance, dizziness, and falls. RESULTS: Approximately 69% of the subjects completed the test in up to 19 seconds. There was a significant correlation between imbalance, time spent in the test, dizziness, and falls. CONCLUSION: Most of the elderly subjects performed well in the test, thus attesting to their good level of functional mobility. However, a significant number of poor-performers is probably more prone to falling and to depending on others to perform activities of daily living.

  13. Prevalência de dermatoses em idosos residentes em instituição de longa permanência Prevalence of dermatoses in residents of institutions for the elderly

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sandra Lopes Mattos e Dinato

    2008-12-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Determinar a prevalência das afecções dermatológicas em 75 idosos residentes em instituição de longa permanência na cidade de Santos-SP, e confrontar os achados com revisão da literatura. MÉTODOS: Setenta e cinco idosos foram submetidos a exame dermatológico. Com os dados obtidos calculou-se a prevalência, o número médio por paciente e a freqüência de dermatoses. Foi ainda analisado a distribuição nos subgrupos sexo, raça, faixa etária e nos subgrupos principais de dermatoses. RESULTADOS: O número total de dermatoses diagnosticadas foi 280, o número médio por paciente foi 3,73 e o número total de tipos de dermatoses foi 32. A prevalência das principais dermatoses encontradas foi: melanose solar (53,3%, queratose seborréica (46,6%, onicomicose (37,3%, nevo rubi (33,3%, púrpura senil (29,3%, xerose (14,6%, escabiose (12,0% e neoplasia maligna (1,3%. A distribuição das dermatoses foi 70% (IC95%: 59% a 81% maior no sexo feminino do que no masculino. CONCLUSÃO: Apesar da pequena casuística, os dados obtidos são compatíveis com os poucos relatos disponíveis na literatura. Este estudo de prevalência definiu a distribuição de dermatoses em uma fração da população de idosos. Entretanto, os dados agregados de casuísticas subseqüentes podem permitir tornar os dados mais precisos, cuja relevância é indiscutível na orientação de medidas de saúde individual e coletiva.OBJECTIVE: To determine the prevalence of dermatoses in 75 elderly residents in an institution of long permanence in the city of Santos, and to compare findings with those in literature. METHODS: Seventy five healthy elderly persons were submitted to a dermatological exam. The prevalence, the average number per elderly person and the frequency of dermatoses were calculated from the data collected. An analysis was then made of the distribution in the subgroups of, gender, race, age bracket as well as of dermatosis in the main sub

  14. Aspectos morfométricos do nervo hipoglosso humano em adultos e idosos Morphometric aspects of the human hypoglossal nerve in adults and the elderly

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Romualdo Suzano Louzeiro Tiago

    2005-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Realizar análise morfométrica das fibras mielínicas do nervo hipoglosso direito, em dois grupos etários, com a finalidade de verificar modificações quantitativas decorrentes do processo de envelhecimento. FORMA DE ESTUDO: anatômico. MATERIAL E MÉTODO: Foi coletado fragmento de 1cm do nervo hipoglosso direito de 12 cadáveres do sexo masculino, sem antecedentes para doenças como diabetes, alcoolismo e neoplasia maligna. A amostra foi dividida em dois grupos: grupo adulto (idade inferior a 60 anos, composto por seis cadáveres; grupo idoso (idade igual ou superior a 60 anos, composto por seis cadáveres. O material foi fixado em solução contendo 2,5% de glutaraldeído e 2% de paraformaldeído; pós-fixado em tetróxido de ósmio 2%; desidratado em concentrações crescentes de etanol e incluído em resina epóxi. Cortes semifinos de 0,3¼m de espessura foram obtidos, corados com azul de toluidina a 1% e avaliados em microscópio de luz acoplado a sistema analisador de imagens. Os seguintes dados morfométricos foram quantificados: área de secção transversal intraperineural, número e o diâmetro das fibras mielínicas. RESULTADOS: A área intraperineural do nervo hipoglosso foi semelhante nos dois grupos etários (p=0,8691. A média da área no grupo adulto foi de 1,697 mm2, e no grupo idoso foi de 1,649 mm2. O número total de fibras mielínicas do nervo hipoglosso foi semelhante nos dois grupos etários (p=0,9018. O grupo adulto apresentou média de 10.286 ± 2308 fibras mielínicas e o grupo idoso apresentou média de 10.141 ± 1590 fibras mielínicas. Foi observada distribuição bimodal das fibras mielínicas, com pico acentuado nas fibras de 9¼m e outro menor nas fibras de 2¼m. CONCLUSÃO: A área intraperineural e o número total de fibras mielínicas do nervo hipoglosso direito é semelhante nos dois grupos etários.AIM: Perform a morphometric analysis of the myelinic fibers of the right hypoglossal nerve, in two

  15. Prevalência de Síndrome Metabólica em Idosos e Concordância entre Quatro Critérios Diagnósticos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Auxiliadora Nogueira Saad

    2014-04-01

    Full Text Available Fundamento: A Síndrome Metabólica (SM é uma agregação de fatores de risco que aumenta a incidência de eventos cardiovasculares e Diabete Melito (DM. O envelhecimento da população vem acompanhado de maior prevalência de SM, que varia dependendo da população estudada e do critério diagnóstico utilizado. Objetivo: Determinar a prevalência de SM em idosos por quatro critérios diagnósticos e a concordância entre esses. Métodos: Estudo transversal realizado em 243 indivíduos acima de 60 anos (180 mulheres em Niterói (RJ. Foram avaliados através de exame clínico glicemia jejum, insulinemia jejum, perfil lipídico e medidas antropométricas - peso, estatura, circunferência abdominal e relação cintura/quadril. A prevalência de SM foi estimada utilizando critérios diagnósticos da Organização Mundial da Saúde (OMS modificado, National Cholesterol Education Program - Adult Treatment Panel III (NCEP-ATPIII, International Diabetes Federation (IDF e Joint Interim Statement (JIS. Resultados: A prevalência foi elevada pelos quatro critérios, OMS (51,9%, NCEP-ATPIII (45,2%, IDF (64,1% e JIS (69,1%, e a concordância entre os critérios diagnósticos pelo índice kappa foi moderada em quase todas as comparações OMS vs. IDF (k = 0,47; intervalo de confiança (IC 95%, 0,35 - 0,58; OMS vs. NCEP-ATPIII (k = 0,51; IC 95%, 0,40 - 0,61; OMS vs. JIS (k = 0,45; IC 95%, 0,33 - 0,56; IDF vs. NCEP-ATPIII (k = 0,55, IC 95%, 0,45 - 0,65 e NCEP-ATPIII vs. JIS (k = 0,53; IC 95%, 0,43 - 0,64, exceto entre IDF vs. JIS (K= 0,89; IC 95%, 0,83 - 0,95, considerada boa. Conclusão: A prevalência de SM foi elevada pelos quatro critérios diagnósticos, principalmente pelo JIS. Houve uma boa concordância entre os critérios JIS e IDF e moderada entre os outros.

  16. Equilíbrio corporal em idosos 12 meses após tratamento para VPPB Body balance in elderly patients, 12 months after treatment for BPPV

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Solange Martiliano Lança

    2013-02-01

    Full Text Available A Vertigem Posicional Paroxística Benigna (VPPB apresenta grande prevalência na população geriátrica, desencadeando alterações no equilíbrio corporal. OBJETIVO: Comparar os resultados obtidos na posturografia estática em idosos antes e após as manobras de reposição otolítica e após um intervalo de 12 meses do tratamento inicial. Tipo de estudo: longitudinal, descritivo, analítico. MÉTODO: Pacientes de ambos os gêneros, com diagnóstico clínico de VPPB, foram submetidos à posturografia estática por meio da Balance Rehabilitation Unit em 10 condições sensoriais em três momentos: pré e pós-MRO e após 12 meses do tratamento. RESULTADOS: Foram avaliados 23 idosos com média etária de 68,74 anos. A posturografia revelou que o limite de estabilidade não apresentou diferença significante quando comparado nos três momentos de avaliação (p = 0,405. O centro de pressão (CoP apresentou alteração significativa na condição 2 (superfície firme e olhos fechados, pois o CoP no momento pós manobra de reposicionamento diferiu significativamente dos momentos pré e pós 12 meses do tratamento (p = 0,003. Os valores da velocidade de oscilação corporal (VOC demonstraram diferença significante em seis condições sensoriais nos três momentos avaliados. CONCLUSÃO: A posturografia estática após 12 meses do tratamento para VPPB apresentou as alterações do equilíbrio corporal semelhantes ao momento pré-tratamento.Benign Paroxysmal Positional Vertigo is highly prevalent in the elderly population, triggering major changes in body balance. OBJECTIVE: To compare the results obtained from static posturography in the elderly before and after otoliths repositioning maneuvers and 12 months after treatment onset. Design: longitudinal, descriptive and analytical study. METHOD: Elderly patients with clinical diagnosis of BPPV submitted to Balance Rehabilitation Unit static posturography in 10 sensory conditions at three time

  17. Ganho de força e função em idosos por treino isométrico com e sem resposta visual

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mauricio Ferraz de Arruda

    2014-07-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A remediação das alterações fisiológicas que sofrem os idosos é um problema com o qual a saúde pública se defronta com frequência. A premência deste trabalho está em minimizar essa remediação e as alterações que ela propicia no âmbito músculo-esquelético, por meio de um trabalho físico condicionante, que busca aumentar a qualidade de vida dessa população. OBJETIVO: Avaliar o efeito do treinamento físico sob duas ópticas de comando terapêutico, com e sem resposta visual por unidade de pressão, bem como seus possíveis benefícios quanto ao ganho de torque muscular, inerente à funcionalidade citada no questionário de qualidade de vida SF-36, avaliando assim a influência do treinamento físico. MÉTODOS: A avaliação foi realizada por meio de um questionário de qualidade de vida SF-36 e do teste de levantar e sentar, além da aferição da força por meio do esfigmomanômetro modificado (EM. O individuo foi submetido a duas sessões semanais de exercícios durante um mês, com o protocolo de treinamento que constou de três séries de 10 repetições na cadeira flexora e extensora para ambos os joelhos de maneira isométrica. Os dados foram estatisticamente analisados pela análise de variância e desvio padrão (p < 0,05 e correlação de Pearson (p < 0,05. RESULTADOS: Notou-se melhora no quadro geral dos idosos, sendo que houve aumento estatisticamente significante no estado geral de saúde, redução da limitação por aspectos físicos, redução da dor e no aumento da capacidade funcional, bem como um incremento da força de flexão e extensão, que teve reflexo positivo no teste funcional. CONCLUSÃO: Houve correlação extremamente válida entre o ganho de força em flexão com o teste de sentar e levantar, com o qual, apesar de ganho menor comparado ao ganho de força em extensão, estabeleceu-se correlação com o ganho funcional, independentemente da resposta visual ao exercício.

  18. Saúde bucal de idosos residentes em instituições de longa permanência de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil Oral health among institutionalized elderly in Belo Horizonte, Minas Gerais State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raquel Conceição Ferreira

    2009-11-01

    Full Text Available Este estudo transversal descreveu a saúde bucal de idosos residentes em instituições de longa permanência de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. Uma amostra de 335 idosos acima de 60 anos de idade foi aleatoriamente selecionada. Os dados foram coletados dos registros das instituições, por entrevista e exame clínico da cavidade bucal. Avaliaram-se a higiene bucal, a cárie dentária coronária e radicular e a doença periodontal. Foi observada placa bacteriana em 76% das superfícies dentárias e 57% dos idosos usuários de prótese total superior apresentaram placa em pelo menos uma das superfícies. O CPOD foi de 30,8, com predomínio do componente perdido (94,2% e 57,1% dos idosos apresentaram experiência de cárie radicular. A maioria dos idosos (78,2% apresentou como pior condição periodontal sextante nulo e 64,5% dos sextantes válidos apresentaram bolsa periodontal de 4mm a 5mm e 47% perda inserção de 4mm a 5mm (47%. A saúde bucal dos idosos é precária, representada por higiene bucal deficiente, alta experiência de cárie, acentuada perda dentária e presença de bolsa periodontal.This study assessed the oral health of the institutionalized elderly in Belo Horizonte, Minas Gerais State, Brazil. A sample of 335 individuals over 60 years of age was randomly selected. Data were collected through interviews, review of medical records, and clinical examination by a single researcher. Oral health was evaluated in terms of oral hygiene, caries, and periodontal disease. Bacterial plaque was present on 76% of the dental surfaces, and 57% of the elderly using upper dentures presented plaque on at least one of its surfaces. DMF-T index was 30.8, with the missing component representing 94.2%. Missing sextant was the worst periodontal finding in 78.2% of the elderly. Among the valid sextants, there was a higher prevalence of 4 to 5mm periodontal pocket and attachment loss from 4 to 5mm (47%. According to the findings

  19. Análise cinemática comparativa da fase de apoio da corrida em adultos e idosos Comparative kinematic analysis during the stance phase of running in adults and elderly

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Reginaldo Kisho Fukuchi

    2008-01-01

    Full Text Available A preocupação com a qualidade de vida tem levado ao aumento do interesse por atividades físicas pelos idosos. A corrida de rua é uma das atividades que obteve maior número de adeptos dessa faixa etária. Os movimentos excessivos da região do tornozelo têm sido associados às lesões musculoesqueléticas em corredores. Os achados da literatura sugerem que idosos são mais susceptíveis às lesões relacionadas à corrida do que adultos. Contudo, ainda é desconhecido se as alterações teciduais trazidas pelo envelhecimento realmente contribuem para esses resultados. O objetivo do presente estudo foi comparar a cinemática da fase de apoio da corrida em adultos e idosos. Foram analisados 17 adultos (31±5 anos e 17 idosos (69±2 anos recrutados voluntariamente. Os sujeitos correram em uma esteira ergométrica a 11 km/h, enquanto eram filmados por quatro câmeras de vídeo com freqüência de 120 Hz. Os ângulos do retropé e do joelho durante a fase de apoio da corrida foram mensurados. Os idosos apresentaram menor excursão de movimentos de flexão do joelho e de rotação medial da tíbia. Aparentemente os idosos apresentaram maior assincronia entre os movimentos do retropé e do joelho em relação aos adultos. Esses resultados sugerem que os idosos adotam padrões de movimentos diferentes dos adultos durante a fase de apoio da corrida. A prescrição de exercícios e as estratégias de prevenção de lesões em idosos corredores devem considerar essas diferenças.In elderly people, concern with quality of life has led to increased interest on physical activities, among which running or jogging in the streets is the favourite. In runners, excessive ankle movements have been linked to musculoskeletal injuries. Literature has suggested elderly runners are more susceptible to running-related injuries than adults, but it is still unknown whether aging-related tissue degeneration might be associated to this. This study aimed at comparing the

  20. Fatores potencialmente associados à negligência doméstica entre idosos atendidos em programa de assistência domiciliar Factors potentially associated to domestic negligence among elders assisted in home assistance program

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Zally Pinto Vasconcellos de Queiroz

    2010-09-01

    Full Text Available A violência contra idosos é uma questão social cada vez mais presente em todas as sociedades, até nos países em desenvolvimento. Uma das formas de violência menos conhecidas e denunciadas é a negligência doméstica, especialmente contra idosos que apresentam comprometimento funcional. Este artigo apresenta resultados de um estudo transversal descritivo/analítico realizado com cuidadores familiares de idosos comprometidos atendidos pelo Programa de Assistência Domiciliar a Idosos, da disciplina de geriatria da Escola Paulista de Medicina (Unifesp, com o objetivo de identificar a existência de fatores potencialmente associados à negligência doméstica na situação de cuidados domésticos prestados por familiares. Foram entrevistados quarenta cuidadores, sendo aplicados os questionários de identificação de perfil de idoso e cuidador e o instrumento Caregiver Burden Scale. Os resultados encontrados mostraram a existência de fatores potencialmente associados à negligência doméstica no perfil de idosos e cuidadores e nas correlações significativas entre as variáveis comprometimento funcional do idoso, ações de cuidados e depressão do cuidador, nas dimensões tensão geral e isolamento.The cases of abuse against elderly people have been growing significantly throughout the entire world. Among the various forms of abuse, one of the less known and denounced is the domestic negligence. As it occurs mostly inside family and nursing homes, it is hardly identified. This article presents the results of a cross-sectional descriptive/analytical study that pointed out the existing factors potentially associated to domestic negligence towards elderly patients attended by the Elderly Home Care Program as part of the discipline of Geriatrics of the Paulista Medical School, Federal University of São Paulo, Brazil. Interviews were made with 40 familiar caregivers of these patients who had functional disability. The profiles of those

  1. Estudo comparativo sobre a prevalência de sintomas depressivos em idosos hospitalizados, institucionalizados e residentes na comunidade Comparative study on depression symptoms in hospitalized, day-care and in-home elderly

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabiano Luiz Vallim

    2002-04-01

    Full Text Available A depressão no idoso e suas conseqüências vêm atraindo crescente atenção científica e clínica a medida que a população mundial envelhece. Com o objetivo de investigar características quantitativas e qualitativas dos sintomas depressivos em diferentes populações de idosos, entrevistamos idosos hospitalizados, institucionalizados e residentes na comunidade, representados por amostras de trinta idosos com 60 anos ou mais. O instrumento escolhido para a investigação dos sintomas depressivos foi a Escala de Hamilton para Avaliação de Depressão - versão adaptada por Blacker (HAM-D. Os idosos asilados apresentaram escores mais altos na HAM-D, condizentes com depressão grave e muito grave. A menor prevalência de sintomas depressivos foi encontrada entre os idosos residentes em domicílio. As mulheres apresentaram uma maior porcentagem de sintomas depressivos muito graves. Os resultados do presente trabalho apontam para a importância de se dedicar a atenção adequada à saúde mental do idoso objetivando o diagnóstico e o tratamento desta enfermidade tão freqüenteDepression in elderly and its consequences have been attracting scientific and clinical attention as the world population is getting older. In order to investigate depressive symptoms, we interviewed a sample of 30 elderly people, over 60 years old, in hospitals, asylums and in the community. They were evaluated by the Hamilton Rating Scale for Depression (HAM-D. The elderly people living in asylums showed the highest scores of HAM-D, demonstrating severe depressive symptoms. The smallest rate of depressive symptoms was found in those people who lived in the community. The women presented a greater amount of severe depressive symptoms. Results show the importance of depression as a frequent mental disease in elderly people, which requires adequate diagnosis and treatment

  2. Impacto da combinação do treinamento aeróbio e resistido de curta duração em membros inferiores sobre a tolerância ao exercício, composição corporal e índice BODE em indivíduos idosos e com DPOC

    OpenAIRE

    Victor Fernando Couto

    2011-01-01

    Introdução: O treinamento físico combinado (TFC) tem se mostrado benéfico na melhora da tolerância ao exercício em indivíduos idosos com e sem DPOC, no entanto são poucas as evidências que mostram o impacto sobre os índices de prognóstico isolado e sobre a redução no índice BODE nos idosos com DPOC. Objetivos: Comparar o impacto da combinação do treinamento aeróbio e resistido de membros inferiores sobre a tolerância ao exercício, composição corporal e força muscular periférica em indivíduos ...

  3. Aids em idosos: vivências dos doentes Sida en ancianos: experiencias de los pacientes Aids in elderly: reports of patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Helana Augusta dos Santos Andrade

    2010-12-01

    Full Text Available O objetivo do estudo foi compreender a vivência dos idosos com síndrome da imunodeficiência humana adquirida inscritos em uma unidade de referência do Sistema Único de Saúde da região metropolitana de Belém/PA. A abordagem foi qualitativa, utilizando-se a técnica de análise de conteúdo, e os sujeitos eram 13 idosos. As idades foram entre 60 e 92 anos; seis eram viúvos, dois, casados, e cinco, solteiros; o tempo de descoberta da doença foi de dois meses a 15 anos. As categorias de análise são as relações afetivas, isolamento social, redes de apoio e aposentadoria e trabalho. O estudo desvelou a complexidade de uma doença sem cura para o idoso, sentimentos foram revelados além de transtornos da autoimagem e solidão, que implicaram a revelação à família. Essa vulnerabilidade também traz implicações importantes para a saúde coletiva e para enfermagem, na busca de estratégias de informação e proteção aos idosos.El objetivo del estudio era conocer la experiencia de las personas mayores con síndrome de inmunodeficiencia humana adquirida inscrita en la unidad del Sistema Único de Salud de la región metropolitana de Belém/PA. El enfoque cualitativo usó la técnica de análisis del contenido y 13 participantes ancianos. Las edades estaban entre los años 60 y 92; seis eran viudas, dos casados y cinco solteros; el momento de descubrimiento de la enfermedad era de dos meses a 15 años. Las categorías de análisis son las relaciones afectivas, aislamiento social y apoyar redes y jubilación. El estudio desveló la complejidad para los ancianos de aceptar que tienen una enfermedad incurable, sentimientos fueron revelados, además de trastornos de la soledad y la propia imagen, que implicó la revelación a la familia. Esta vulnerabilidad también tiene impor tantes implicaciones para la salud colectiva y enfermería, en busca de estrategias de información y protección de los ancianos.The objective of this study was to

  4. Prevenção da AIDS em idosos: visão e prática do enfermeiro = AIDS prevention in old-age people: nurse’s view and practice

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Castro, Susane de Fátima Ferreira de

    2014-01-01

    Full Text Available Objetivo: Descrever e analisar a visão e prática de enfermeiro da estratégia saúde da família acerca da prevenção da AIDS em idosos. Materiais e Métodos: Trata-se de uma pesquisa exploratória, de abordagem qualitativa, realizada nas Unidades Básicas de Saúde. Os participantes do estudo foram dez enfermeiros que prestam assistência aos idosos nas Unidades Básicas de Saúde a mais de três anos, de ambos os sexos, que aceitaram participar, mediante a assinatura do termo de consentimento livre esclarecido. Os dados foram coletados por meio de um roteiro de entrevista semiestruturado e analisados a partir do agrupamento das falas em categorias temáticas, seguindo a trajetória analítico-interpretativa de Minayo. Resultados: Os discursos produzidos permitiram a construção de três categorias: uma questão emergente; ações pontuais e fragmentadas; uma lacuna na atenção à saúde do idoso. A visão e prática da prevenção da AIDS pelo enfermeiro na Estratégia Saúde da Família ainda é muito restrita ao uso do preservativo e atrelado a outros programas em que o idoso está inserido, como o programa hiperdia e as consultas que envolvem o exame de citologia para prevenção do câncer de útero. Conclusão: Observou-se que há um preconceito, ancorado em questões de cunho cultural, por parte do enfermeiro sobre a sexualidade do idoso, e isso consequentemente reflete na falta de ações e estratégias eficazes de prevenção da AIDS nessa faixa etária

  5. Prevalência de depressão em idosos que freqüentam centros de convivência Prevalence of depression among the elderly population who frequent community centers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Deise A A P Oliveira

    2006-08-01

    Full Text Available O objetivo do estudo foi determinar a prevalência de depressão em idosos que freqüentam centros de convivência. Foi realizado estudo descritivo transversal, de fevereiro a julho de 2001, com idosos de idade igual ou acima de 60 anos, provenientes de centros de convivência de Taguatinga, Brasília, DF. A amostra foi composta de 118 idosos, que foram distribuídos em faixas etárias com intervalos de cinco anos e responderam à Escala de Depressão Geriátrica de Yesavage, versão simplificada com 15 perguntas. Foram realizadas análises de variância entre as faixas etárias, teste de Tukey, com intervalo de confiança de 95%. Houve predominância do sexo feminino (90% e a maioria tinha entre 60 e 64 anos (31%. A depressão foi identificada em 36 idosos (31%, 4% apresentaram depressão grave, e desses, todos na faixa entre 60 e 64 anos (14% do grupo. Recomenda-se a criação de programas nacionais com o objetivo de diminuir sintomas depressivos entre os idosos em centros de convivência.The objective of the study was to establish the prevalence rate of depression among the elderly population (those 60 and older who frequent community centers. From February to July of 2001, a cross-sectional survey was conducted with elderly people from community centers in Taguatinga, Brasilia, FD (Federal District. The sample included 118 elderly people, distributed in five-year age brackets, who responded to a simplified version of the Yesavage Geriatric Depression Scale with 15 questions. Anova and the Tukey test were performed to analyze differences between the age groups with 95% confidence intervals. The sample was predominantly female (90% with the majority reporting being in the age bracket of 60 to 64 years old (31%. Depression was reported by 36 respondents (31% and severe depression was reported by 4% of those interviewed, all of whom were in the age bracket of 60 to 64 (representing 14% of this group. National programs should be developed in

  6. Fenótipo de fragilidade: influência de cada item na determinação da fragilidade em idosos comunitários – Rede Fibra

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silvia Lanziotti Azevedo da Silva

    Full Text Available Resumo O fenótipo de fragilidade é uma ferramenta utilizada para avaliação da fragilidade em idosos, composto pelos itens perda de peso, exaustão, baixo nível de atividade física, fraqueza muscular e lentidão na marcha. O objetivo deste estudo foi avaliar a participação de cada item na determinação da fragilidade em idosos brasileiros. A análise foi feita pela Regressão Logística Multinomial. A amostra total de 5532 idosos, selecionados aleatoriamente em diversas cidades brasileiras entre dezembro de 2008 e setembro de 2009, foi avaliada pelo fenótipo de fragilidade. Os itens mais frequentes na amostra foram o nível de atividade física, seguido da fraqueza muscular e lentidão da marcha. Os itens que apresentaram maior chance para o desenvolvimento da fragilidade foram a lentidão na marcha (OR = 10,50, IC95%8,55-12,90, p < 0,001 e a fraqueza muscular (OR = 7,31, IC95%6,02-8,86, p < 0,001. O modelo com os cinco itens explicou 99,6% da fragilidade na amostra. Tais resultados sugerem que o nível de atividade física, fraqueza muscular e lentidão na marcha são os itens que mais influenciam na determinação da fragilidade, mas a aplicação de todos os itens do fenótipo em conjunto é a melhor forma para a avaliação.

  7. Avaliação nutricional de idosos em uma instituição por diferentes instrumentos Nutritional assessment of institutionalized elderly with different instruments

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Nabuco Félix

    2009-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o risco nutricional de idosos institucionalizados por diferentes instrumentos de avaliação nutricional. MÉTODOS: Estudo transversal com 37 idosos (60 a 100 anos residentes em Instituição de Longa Permanência do Distrito Federal. A avaliação incluiu diferentes critérios antropométricos: índice de massa corporal, circunferência do braço, da panturrilha, da intura, razão cintura/quadril, perda e ganho ponderal, contagem total de linfócitos e a aplicação da Mini Avaliação Nutricional. RESULTADOS: As proporções de 36,1% de desnutridos, 16,7% de sobrepeso + obesidade e 47,2% de eutróficos foram verificadas, quando a medida de circunferência do braço foi o instrumento utilizado. A avaliação realizada com o índice de massa corporal mostrou a presença de 47,9% de eutrofia, menor proporção de baixo peso (27,0% e de sobrepeso (27,0%. O risco para doenças cardiovasculares, segundo a circunferência da cintura, foi estimado em 86,4% das mulheres e 57,1% dos homens. Contudo, quando este mesmo risco foi julgado utilizando-se a razão entre a circunferência da cintura e a circunferência do quadril, a proporção de 95,5% foi significantemente maior no grupo de mulheres (42,9%, masculino. A depleção imunológica foi constatada em 46,7% dos homens e 66,7% das mulheres. O estado nutricional, classificado pela Mini Avaliação Nutricional, apontou 50,0% de mulheres e 40,0% de homens com risco de desnutrição. O risco nutricional foi observado em 83,8% dos idosos quando considerada, como critério para este diagnóstico, a presença de pelo menos um dos índices antropométricos abaixo da normalidade. Resultado semelhante, de 75,7% de risco, foi obtido com a Mini Avaliação Nutricional. CONCLUSÃO: Na instituição sob estudo uma maioria significativa de idosos, independentemente do sexo, apresentou risco nutricional, a julgar pelos indicadores antropométricos utilizados ou pela Mini Avaliação Nutricional

  8. Linguagem em idosos com doença de Alzheimer: uma revisão sistemática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Menezes Guedes Dias de Araújo

    2015-10-01

    Full Text Available Resumo: Com o aumento da expectativa de vida, as demências vêm acometendo a população, sendo a doença de Alzheimer a mais comum. Essa se define por um desaparecimento gradativo de memória e de outras funções cognitivas, entre elas, a linguagem. A linguagem humana é importante para estabelecer as ligações interpessoais e promover a inclusão social do indivíduo. O presente artigo teve por objetivo realizar uma revisão sistemática a respeito de trabalhos científicos sobre a associação entre a Doença de Alzheimer e a Linguagem. Os artigos foram pesquisados em três bases de dados: Scielo, Lilacs e Bireme, sendo utilizados como principais descritores de busca bibliográfica: Doença de Alzheimer, Linguagem e Comunicação, no período de outubro a dezembro de 2013. A amostra final formou-se por 07 artigos, sendo incluídos aqueles que caracterizavam a linguagem na Doença Alzheimer em seus diferentes estágios. Através dos resultados desse estudo, foi possível verificar a existência de alterações da linguagem em todos os estágios da Doença e a importância da identificação precoce de tais alterações. Essa identificação pode proporcionar tempo ao paciente e seus familiares de programarem e organizarem seu futuro, buscando serviços de assistência ao paciente, bem como auxílio no processo de comunicação do indivíduo e na qualidade de vida. Esses achados apontam para a importância do conhecimento das principais alterações apresentadas pelos indivíduos com a doença de Alzheimer, sejam elas de linguagem, cognitivas ou de comportamento. É fundamental o desenvolvimento de estudos que contemplem a relação entre testes utilizados para identificarem as principais alterações de linguagem em indivíduos com Doença de Alzheimer.

  9. Efeito da utilização de complemento alimentar em idosos atendidos em um ambulatório na cidade de São Paulo

    OpenAIRE

    Borrego, Carolina de Campos Horvat; Cantaria, Juliana dos Santos

    2013-01-01

    OBJETIVO: Verificar o efeito da utilização de complemento alimentar na população idosa atendida pelo setor de nutrição de um ambulatório na cidade de São Paulo, por meio da evolução do peso e do Índice de Massa Corpórea (IMC) desses pacientes. MÉTODOS: A amostra foi composta de idosos com 60 anos ou mais, de ambos os sexos, que fazem uso de complemento alimentar prescrito pelas nutricionistas do setor. As variáveis estudadas foram: gênero, idade, peso, estatura, IMC, patologias mais frequente...

  10. Estudo das interações medicamentosas em idosos residentes em instituição de longa permanência

    OpenAIRE

    Elisangela GERBER, Adriana de Oliveira CHRISTOFF

    2013-01-01

    Mudanças fisiológicas relacionadas à senescência levam o idoso a um consumo aumentado de medicamentos, o que o torna sujeito à prática da polifarmácia e, consequentemente, as interações medicamentosas. Algumas interações podem comprometer a segurança e efetividade do tratamento, aumentar os efeitos farmacológicos causando toxicidade, acentuar os efeitos colaterais, desenvolver uma reação adversa ao medicamento e até elevar a morbimortalidade. Desta forma, o objetivo deste trabalho foi realiza...

  11. Transtorno de ansiedade generalizada em idosos com oitenta anos ou mais Generalized anxiety disorder in a population aged 80 years and older

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flávio MF Xavier

    2001-06-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Descrever a prevalência de transtorno de ansiedade generalizada (TAG em uma população de idosos residentes em uma comunidade e com idade acima de 80 anos e comparar os padrões de sono, a função cognitiva e a taxa de prevalência de outros diagnósticos psiquiátricos entre controles normais e sujeitos com TAG. MÉTODOS: Para o diagnóstico de TAG, foram utilizados os critérios do "Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders" (DSM-IV. Selecionou-se uma amostra randômica e representativa de 77 sujeitos (35%, residentes em uma comunidade, entre todos os idosos com idade acima de 80 anos do município Veranópolis, RS. Os padrões de sono foram aferidos pelo índice de qualidade de sono de Pittsburgh e pelo diário sobre sono/vigília a ser preenchido ao longo de duas semanas. Cinco testes neuropsicológicos foram usados na avaliação cognitiva: teste das lembranças seletivas de Buschke-Fuld; lista de palavras da bateria CERAD (Consortium to Establish a Registry for Alzheimer's Disease; teste de fluência verbal e dois subtestes da escala de memória Wechsler. RESULTADOS: A prevalência estimada de TAG foi de 10,6%, cuja presença estava associada a uma maior ocorrência de depressão clinicamente diagnosticável, com um significativo maior número de sintomas depressivos, quando medidos pela escala de depressão geriátrica, e com uma maior ocorrência de depressão menor. Os padrões de sono e o funcionamento cognitivo, entre sujeitos com TAG, não estavam afetados. A gravidade das doenças físicas não variava entre sujeitos com TAG e os controles normais. A presença de TAG estava associada a um significativo pior padrão de qualidade de vida relativa à saúde. CONCLUSÃO: Em comparação com os estudos prévios, a prevalência de TAG é alta entre a população de idosos mais velhos. Esse transtorno ocorre em freqüente associação com a sintomatologia depressiva e também está associado a um pior padrão de

  12. Doenças cardiovasculares e fatores associados em adultos e idosos cadastrados em uma unidade básica de saúde Cardiovascular disease and associated factors in adults and elderly registered in a basic health unit

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dariele Dias Dutra

    2016-04-01

    Full Text Available Objetivo: Identificar fatores de risco para doenças cardiovasculares em adultos e idosos. Metódo: Pesquisa de campo, quantitativa, participaram 30 usuários, do programa Hiperdia. Utilizou-se um questionário elaborado pela pesquisadora. Os dados oriundos de questões quantitativas foram tratados estatisticamente por meio de percentual. Resultados: quanto aos participantes terem conhecimentos dos fatores de riscos: dieta Hipersódica 73%(22, estresse 70%(21, álcool 43%(13, tabagismo 40%(12, idade 40%(12, colesterol 40%(12, obesidade 33%(10; conhecimento da HAS 63%(19 diz ter; 43%(13 fazem apenas restrições hiposódica, 23%(7 não fazem restrições; 37%(11 não atendem orientações quanto a alimentação e a atividade física; 73%(22 não pratica atividade física. Conclusão: evidencia-se a necessidade de intensificar as estratégias de prevenção a doenças cardiovasculares. Descritores: Doenças Cardiovasculares, Atenção Primária a Saúde, Envelhecimento.

  13. Avaliação de dois testes auditivos centrais em idosos sem queixas Assessment of two central auditory tests in elderly patients without hearing complaints

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alina Sanches Gonçales

    2011-02-01

    Full Text Available Na população idosa, distúrbios da inteligibilidade de fala podem ter causas periféricas ou centrais. A assimetria em testes dicóticos verbais aumenta com a idade e reflete falha na transferência inter-hemisférica e nas funções cognitivas. OBJETIVO: Investigar o desempenho de idosos, sem queixas auditivas, em dois testes de processamento auditivo. FORMA DO ESTUDO: Clínico prospectivo. MATERIAL E MÉTODO: Foram avaliados 22 voluntários, com idades entre 55 e 75 anos, com limiares auditivos máximos de 40 dB NA até 4000Hz, índice de reconhecimento de fala acima de 80% e audição simétrica bilateralmente. Aplicaram-se testes de fala com ruído e dicótico de dissílabos alternados (SSW. A análise dos dados comparou gênero, orelhas e grupos etários. RESULTADOS: Não houve diferença entre os gêneros para nenhum dos testes. A orelha esquerda teve desempenho inferior à orelha direita na condição competitiva do teste SSW. Os participantes com idade acima de 65 anos apresentaram desempenho pior em ambos os testes quando comparados com indivíduos de 55 a 64 anos. CONCLUSÃO: O desempenho dos testes auditivos centrais piora com a idade. A introdução de testes dicóticos na bateria de avaliação auditiva de idosos pode contribuir para a identificação precoce de processos degenerativos característicos do envelhecimento.Speech understanding disorders in the elderly may be due to peripheral or central auditory dysfunctions. Asymmetry of results in dichotic testing increases with age, and may reflect on a lack of inter-hemisphere transmission and cognitive decline. AIM: To investigate auditory processing of aged people with no hearing complaints. STUDY DESIGN: clinical prospective. MATERIALS AND METHODS: Twenty-two voluntary individuals, aged between 55 and 75 years, were evaluated. They reported no hearing complaints and had maximal auditory thresholds of 40 dB HL until 4 KHz, 80% of minimal speech recognition scores and peripheral

  14. Uso e necessidade de prótese dentária em idosos brasileiros segundo a Pesquisa Nacional de Saúde Bucal (SBBrasil 2010): prevalências e fatores associados

    OpenAIRE

    Juliana S. Azevedo; Marina Sousa Azevedo; Luisa Jardim Correa de Oliveira; Marcos Britto Correa; Flávio Fernando Demarco

    2017-01-01

    Resumo: O objetivo deste estudo foi avaliar o uso e a necessidade de prótese dentária entre os idosos brasileiros (65-74 anos) e verificar fatores associados. Foram analisados dados de 7.496 idosos participantes do Pesquisa Nacional de Saúde Bucal realizado em 2010 (SBBrasil, 2010). O uso e a necessidade de prótese dentária foram usados como desfechos. As variáveis de exposição incluíram características demográficas, socioeconômicas, de uso de serviços e de autopercepção da saúde bucal. Análi...

  15. Causas e conseqüências de quedas de idosos atendidos em hospital público Falls among older adults seen at a São Paulo State public hospital: causes and consequences

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suzele Cristina Coelho Fabrício

    2004-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar a história da queda relatada por idosos, identificando fatores possivelmente relacionados, assim como local de ocorrência, causas e conseqüências. MÉTODOS: A amostra da investigação constou de 50 idosos, de ambos os sexos, com idade de 60 anos ou mais, residentes em Ribeirão Preto, SP, que haviam sido atendidos em duas unidades de um hospital público. Foram consultados prontuários e realizadas visitas domiciliares para aplicação de um questionário estruturado com perguntas abertas, fechadas e mistas relativas à queda. RESULTADOS: Os dados obtidos mostraram uma realidade que não difere substancialmente daquela encontrada em outros países. A maioria das quedas ocorreu entre idosos do sexo feminino (66%, com idade média de 76 anos, no próprio lar do idoso (66%. As causas foram principalmente relacionadas ao ambiente físico (54%, acarretando sérias conseqüências aos idosos, sendo as fraturas as mais freqüentes (64%. A queda teve grande impacto na vida do idoso no que se refere às atividades da vida diária. Provocou maior dependência para a realização de atividades como: deitar/levantar-se, caminhar em superfície plana, cortar unhas dos pés, tomar banho, caminhar fora de casa, cuidar das finanças, fazer compras, usar transporte coletivo e subir escadas. CONCLUSÕES: O estudo demonstrou que a queda ocorrida entre os idosos traz sérias conseqüências físicas, psicológicas e sociais, reforçando a necessidade de prevenção da queda, garantindo ao idoso melhor qualidade de vida, autonomia e independência.OBJECTIVE: To investigate the history of accidental falls reported by older adults, identifying possibly related factors, as well as place of occurrence, causes, and consequences. METHODS: The sample investigated included 50 older adults, of both sexes, ages 60 years or older, living in the city of Ribeirão Preto, Southeastern Brazil, who had been seen at two inpatient units of a public hospital

  16. Antropometria de idosos residentes em instituições geriátricas, Fortaleza, CE Anthropometry of elderly people living in geriatric institutions, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tarciana Nobre de Menezes

    2005-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Fornecer informações antropométricas e de composição corporal de idosos residentes em instituições geriátricas. MÉTODOS: Foram avaliados 305 idosos, de ambos os sexos, residentes em seis instituições geriátricas de Fortaleza, Estado do Ceará. As variáveis antropométricas utilizadas foram: peso, estatura, índice de massa corporal, perímetro do braço, dobra cutânea tricipital, circunferência muscular do braço e área muscular do braço corrigida. O índice de massa corporal foi calculado a partir de equação que utiliza as variáveis peso e estatura. A circunferência muscular do braço e área muscular do braço corrigida foram calculadas utilizando-se equações específicas. Os dados são apresentados sob a forma de média, desvio-padrão e percentil (P5, P10, P25, P50, P75, P90 e P95. Foi realizado o teste t-Student para verificar a diferença dos valores médios das variáveis entre os sexos. Foi realizada análise de variância (ANOVA para verificar o efeito da idade nas variáveis. RESULTADOS: Em todas as variáveis, o valor médio dos homens foi superior ao das mulheres, exceto para dobra cutânea tricipital. As diferenças de média das variáveis índice de massa corporal e perímetro do braço entre os sexos não foram estatisticamente significativas (p>0,05. A idade mostrou ser fator importante na diminuição dos valores de algumas variáveis, o que implica a necessidade de padrões de referência específicos para idosos. CONCLUSÕES: Apesar da população estudada ser institucionalizada, a tendência de diminuição das variáveis antropométricas segue a mesma de outros estudos com população idosa, no entanto os valores diferem. Dessa forma, sugere-se que esses valores possam ser usados para auxiliar na avaliação nutricional de idosos institucionalizados.OBJECTIVE: To provide anthropometric and body composition information on elderly people living in geriatric institutions. METHODS: Three

  17. Fatores associados à vacinação contra influenza em idosos em município do Sudeste do Brasil Factors associated with influenza vaccination among elderly persons in Southeastern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Rita Donalisio

    2006-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Mesmo gratuita e disponível no Brasil desde 1999, a cobertura vacinal contra a influenza ainda é inadequada em diversos municípios do País. O objetivo da pesquisa foi estimar a cobertura vacinal e identificar fatores relacionados à vacinação contra a influenza em idosos. MÉTODOS: Realizou-se inquérito domiciliar em amostra aleatória sistemática (N=365 da população urbana maior de 60 anos em Botucatu, São Paulo. Foi aplicado modelo de regressão logística múltipla, cuja variável dependente foi ter sido vacinado em 2002. Foram testadas no modelo as covariáveis: sexo, idade, socioeconômicas (renda per capita, número de pessoas por cômodo, escolaridade, estado civil, ocupação, tempo de moradia, antecedentes mórbidos, de internação, hábito de fumar, sintomas respiratórios nos últimos 15 dias e atividades comunitárias (trabalho voluntário, atividades no bairro, igreja. RESULTADOS: Registrou-se cobertura vacinal de 63,2% (IC 95%: 58,3-68,2. Foi observado menor percentual de vacinados entre os idosos na faixa etária de 60 a 64 anos. As variáveis que se mostraram associadas à vacinação e permaneceram no modelo final foram: idade (OR=1,09 por ano; IC 95%: 1,06-1,13; hipertensão arterial (OR=1,92; IC 95%: 1,18-3,13; inserção em atividades na comunidade (OR=1,63; IC 95%: 1,01-2,65. A vacinação em portadores de doenças crônicas não atingiu níveis adequados conforme esperado para este grupo de risco, com exceção dos hipertensos. A participação em atividades comunitárias e sociais foi relacionada com o estado vacinal. CONCLUSÕES: Condições socioeconômicas, hábitos e idade não restringiram o acesso à campanha vacinal. Por outro lado, campanhas específicas, endereçadas a indivíduos da faixa de 60 a 64 anos, podem ampliar a cobertura da vacinação.OBJECTIVE: Even though influenza vaccination is free and widely available in Brazil since 1999, coverage is still inadequate in several of the

  18. Hiper-homocisteinemia como fator de risco para doença aterosclerótica coronariana em idosos Hyperhomocysteinemia as a risk factor for coronary atherosclerotic diseases in the elderly

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudia Felícia Gravina-Taddei

    2005-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar se a hiper-homocisteinemia é fator de risco independente para doença aterosclerótica coronariana em idosos. MÉTODOS: Estudo caso-controle com 172 idosos, 88 pertencentes ao grupo controle e 84 ao grupo caso, que apresentavam cineangiocoronariografia solicitada por indicações clínicas. Angiografia coronariana quantitativa foi realizada em 91% dos pacientes. Homocisteinemia foi avaliada sob forma contínua e categorizada, por análise univariada e multivariada. RESULTADOS: Quando analisada sob forma contínua, verificou-se que, na análise univariada, os idosos do grupo caso apresentaram média de níveis de homocisteinemia significativamente mais elevada que a dos idosos do grupo controle (14,33±4,59 µmol/l versus 11,99± 4,59 µmol/l , p=0,015. Na análise multivariada, a homocisteinemia sob forma contínua associou-se a razão de risco para doença arterial coronariana de 1,07 a cada aumento de 1 µmol/l de nível de homocisteína. Aumento de 5 µmol/l correspondeu a razão de risco de 1,40. Quando analisada sob forma categorizada, definiu-se como hiper-homocisteinemia os valores encontrados acima do percentil 75 do grupo controle (14 µmol/l . Hiper-homocisteinemia foi encontrada em 34% dos idosos, sendo 37,3% no grupo controle e 62,7% no grupo caso (p=0,009. Na análise multivariada, a hiperhomocisteinemia constituiu fator de risco independente para doença aterosclerótica coronariana em idosos, com razão de risco para doença arterial coronariana de 2,03, intervalo de confiança 95%, 1,02-4,03. CONCLUSÃO: Hiper-homocisteinemia foi fator de risco independente para doença arterial coronariana em idosos.OBJECTIVE: To investigate whether hyperhomocysteinemia is an independent risk factor for atherosclerotic disease in elderly individuals METHODS: A case-control study with 172 elderly individuals, 88 belonging to control group and 84 to case group, who showed coronary angiography requested for clinical

  19. Hipertensão arterial em idosos atendidos em grupos de aconselhamento: comentários a partir de um estudo descritivo preliminar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vidigal de Andrade Vieira

    Full Text Available O Brasil vem apresentando um processo de transição em sua estrutura demográfica, onde se evidencia a queda da natalidade e o aumento da expectativa de vida. Como conseqüências indesejáveis do envelhecimento populacional, sem uma correspondente reestruturação e melhoria na organização dos diversos níveis de atenção à saúde, observa-se o aumento das morbidades pelas doenças crônicodegenerativas, crescente demanda aos serviços de saúde, especialmente na saúde pública, e a redução na qualidade de vida da população idosa e sem recursos financeiros. A presença da doença na vida das pessoas provoca novas ordenações de seus valores pessoais, objetivos de vida e percepções sobre o mundo. A necessidade dessas freqüentes mudanças na vida dos indivíduos e dos grupos sociais determina a elaboração de novas estratégias de enfrentamento na ordenação dos papéis sociais o que, por sua vez, dificulta a implementação de medidas preventivas e de promoção à saúde.

  20. Hipertensão arterial em idosos atendidos em grupos de aconselhamento: Comentários a partir de um estudo descritivo preliminar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vidigal de Andrade Vieira

    Full Text Available O Brasil vem apresentando um processo de transição em sua estrutura demográfica, onde se evidencia a queda da natalidade e o aumento da expectativa de vida. Como conseqüências indesejáveis do envelhecimento populacional, sem uma correspondente reestruturação e melhoria na organização dos diversos níveis de atenção à saúde, observa-se o aumento das morbidades pelas doenças crônicodegenerativas, crescente demanda aos serviços de saúde, especialmente na saúde pública, e a redução na qualidade de vida da população idosa e sem recursos financeiros. A presença da doença na vida das pessoas provoca novas ordenações de seus valores pessoais, objetivos de vida e percepções sobre o mundo. A necessidade dessas freqüentes mudanças na vida dos indivíduos e dos grupos sociais determina a elaboração de novas estratégias de enfrentamento na ordenação dos papéis sociais o que, por sua vez, dificulta a implementação de medidas preventivas e de promoção à saúde.

  1. Auto-avaliação da audição em idosos Self-evaluation of hearing in elderly

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lívia Maria Santiago

    2009-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: investigar queixas auditivas e caracterizar impactos sociais e emocionais do handicap auditivo em idosos. MÉTODOS: participaram deste estudotransversal,35idosos dosprojetos Enriquecimento Cultural e Nucleação, ambos do Pólo Interdisciplinar do Envelhecimento da Universidade Federal de Juiz de Fora. Utilizou-se dois instrumentos de coleta de dados: o questionário sócio-demográfico, de saúde geral e percepção auditiva e o de avaliação da desvantagem auditiva The Hearing Handicap Inventory for the Elderly, HHIE (adaptado por Wieselberg, 1997. Efetuou-se a análise descritiva das PURPOSE: to investigate hearing complaints and characterize the social and emotional impacts of hearing handicap in elderly. METHODS: this cross-sectional study analyzed 35 participants of the projects: Enriquecimento Cultural e Processos de Envelhecimento and Nucleação, both of Pólo Interdisciplinar na Área do Envelhecimento of the Federal University of Juiz de Fora. Two instruments were used for data collection: an inventory the social-demographic features, general health and hearing perception and a tool reffered to as The Hearing Handicap Inventory for the Elderly, HHIE (adapted by Wieselberg, 1997. We performed the descriptive analysis of the variables under study and, in order to check the association among the occurrence of hearing handicap with the others variables, bivariate analyzes were carried out, by using the X² test, considering p <0.05. RESULTS: the results showed the prevalence of hearing complaint for at least 11 (31.4% of the people and the prevalence of hearing handicap in 10 (28.6% regarding the emotional and social issues. The main hearing handicap implications were related to the social abilities, such as conversation comprehension; TV/radio comprehension; low tolerance to intense sounds and noisy environments. Only 7 (20% did not have any perception of hearing problems. CONCLUSION: in spite of using a reduced sample, we

  2. Epidemiology of physiotherapy utilization among adults and elderly Epidemiologia da utilização de fisioterapia em adultos e idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Vinholes Siqueira

    2005-08-01

    Geografia e Estatística. Após análises descritivas e brutas, modelos de regressão de Poisson foram utilizados, levando em consideração a estratégia amostral por conglomerados. Os dados foram coletados em entrevistas face-a-face usando questionário padronizado e pré-testado. RESULTADOS: A prevalência de utilização de fisioterapia na vida foi de 30,2%, sendo que 4,9% dos entrevistados usaram algum serviço de fisioterapia nos 12 meses anteriores à entrevista. Mulheres, idosos e pessoas de nível socioeconômico alto apresentaram maior uso de fisioterapia. Entre os usuários de fisioterapia, 66% usaram o Sistema Único de Saúde, 25% usaram planos de saúde ou convênios e 9% tiveram consultas particulares. CONCLUSÕES: Este é o primeiro estudo de base populacional sobre utilização de fisioterapia no Brasil. A utilização de fisioterapia foi menor do que a relatada em países desenvolvidos e em desenvolvimento. Os resultados encontrados podem ajudar as autoridades na organização do sistema de saúde para atender esta importante demanda.

  3. Personalidade, resiliência e atitudes face ao envelhecimento em idosos do meio urbano e meio rural

    OpenAIRE

    Pinto, Ana Sofia Rodrigues

    2015-01-01

    Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde, Núcleo de Psicologia Clínica Dinâmica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2015 A presente investigação refere-se ao estudo da personalidade, resiliência e atitudes face ao envelhecimento, numa amostra de indivíduos idosos. Os objetivos são: (1) analisar a influência do meio ecológico na resiliência e nas atitudes face ao envelhecimento; (2) analisar a relação da personalidade com a resiliência e ...

  4. Dimensão depressiva da personalidade e auto-percepção do envelhecimento em idosos

    OpenAIRE

    Junqueira, Diana Sofia Pereira

    2010-01-01

    Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicologia Clínica Dinâmica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2010 O presente estudo visa analisar, num grupo de idosos pertencentes à população normal: (1) a dimensão depressiva da personalidade (estilos de personalidade mais dependente ou mais auto-crítico); (2) as auto-percepções de envelhecimento e (3) a relação entre a dimensão depressiva da personalidade (estilo de personalidade mais de...

  5. Avaliação do processamento auditivo em idosos que relatam ouvir bem Auditory processing assessment in older people with no report of hearing disability

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maura Ligia Sanchez

    2008-12-01

    Full Text Available Em idosos, os resultados da avaliação comportamental das vias auditivas centrais são considerados de difícil interpretação devido à possível interferência do comprometimento das vias auditivas periféricas. OBJETIVO: Avaliar a eficiência das funções auditivas centrais de idosos que relatam ouvir bem. MATERIAL E MÉTODO: Estudo de casos que incluiu 40 indivíduos na faixa etária de 60 a 75 anos. Os pacientes foram submetidos à avaliação do processamento auditivo que constou de anamnese, exame otorrinolaringológico, audiometria tonal liminar, limiar de reconhecimento de fala, índice de reconhecimento de fala, imitanciometria, pesquisa de reflexos estapedianos, teste de identificação de sentenças sintéticas com mensagem competitiva ipsilateral, teste de padrões de freqüência e teste de dissílabos alternados por meio de tarefa dicótica. RESULTADOS: Gênero, faixa etária e perda auditiva não influenciaram os resultados dos testes de padrões de freqüência e dissílabos alternados por meio de tarefa dicótica; faixa etária e perda auditiva influenciaram os resultados do teste de identificação de sentenças com mensagem competitiva ipsilateral. Porcentagens de acertos abaixo dos padrões da normalidade de adultos foram observadas nos três testes que acessam as funções auditivas centrais. CONCLUSÃO: Indivíduos idosos que relatam ouvir bem apresentam prevalência relevante de sinais de ineficiência das funções auditivas centrais.In the elderly, the results of central auditory pathways behavioral assessments are considered to be difficult to read because of the possible interference of peripheral auditory pathway involvement. AIM: Assess the efficacy of the central auditory function in elderly patients who do not complain of hearing. MATERIALS AND METHODS: Case study involving 40 individuals within the age range of 60 to 75 years. The patients underwent auditory processing evaluation based on anamnesis

  6. Avaliação de discriminação contra idosos em contexto brasileiro - ageismo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Clara P. de Paula Couto

    Full Text Available Buscou-se identificar os tipos predominantes de discriminação contra idosos que ocorrem no Brasil, bem como o nível de estresse que lhes está associado. Compararam-se também os resultados da amostra brasileira aos de duas amostras de referência, uma americana e uma portuguesa. Participaram 111 indivíduos, os quais responderam a um questionário biosociodemográfico e ao Ageism Survey, que integra itens relativos a estereótipos negativos, atitudes e comportamentos de discriminação face ao idoso. Os resultados revelaram que os tipos de discriminação predominantes foram os relativos aos contextos sociais e de saúde. Quanto ao nível de estresse, a maior parte dos itens apresentou uma baixa média de estresse. Isso pode indicar que a vivência de discriminação nem sempre se associa explicitamente ao estresse.

  7. Adesão ao tratamento da hipertensão arterial por idosos usuários da unidade básica de saúde Princesa Isabel em Cacoal-RO

    OpenAIRE

    Plaster, Wilson

    2010-01-01

    Este estudo teve como objetivo identificar a taxa de adesão do idoso hipertenso ao tratamento de hipertensão arterial no Centro de Saúde Princesa Izabel de Cacoal-Rondônia e descrever as suas possíveis dificuldades.Foram estudados 142 pacientes de 60 anos por meio de estudo transversal descrito, cadastrados no programa HIPERDIA e aderentesao serviço. os sujeitos foram entrevistados em uma única sessãoe tinha as seguintes características: 61% das mulheres tinham média de 69,4% +- 7 anos, 72,6%...

  8. Análise de atividades não realizadas pela equipe de enfermagem para o diagnóstico padrão respiratório ineficaz em idosos

    OpenAIRE

    Cavalcante, Agueda Maria Ruiz Zimmer; Nakatani, Adélia Yaeko Kyosen; Bachion, Maria Márcia; Garcia, Telma Ribeiro; Nunes, Daniella Pires; Nunes, Patrícia Silva

    2012-01-01

    Estudo transversal, descritivo, que objetivou identificar as atividades da Classificação de Intervenções de Enfermagem consideradas prioritárias para Padrão Respiratório Ineficaz e não realizadas para pacientes idosos, internados em um hospital escola do estado de Goiás. Participaram do estudo 43 profissionais de enfermagem e a coleta de dados foi realizada no período de outubro a dezembro de 2008, após aprovação pelo Comitê de Ética. Observou-se que, dentre as 67 atividades consideradas prio...

  9. Accuracy of Timed Up and Go Test for screening risk of falls among community-dwelling elderly Acurácia do Timed Up and Go Test para rastrear risco de quedas em idosos da comunidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tiago S. Alexandre

    2012-10-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To determine the accuracy of the Timed Up and Go Test (TUGT for screening the risk of falls among community-dwelling elderly individuals. METHOD: This is a prospective cohort study with a randomly by lots without reposition sample stratified by proportional partition in relation to gender involving 63 community-dwelling elderly individuals. Elderly individuals who reported having Parkinson's disease, a history of transitory ischemic attack, stroke and with a Mini Mental State Exam lower than the expected for the education level, were on a wheelchair and that reported a single fall in the previous six months were excluded. The TUGT, a mobility test, was the measure of interested and the occurrence of falls was the outcome. The performance of basic activities of daily living (ADL and instrumental activities of daily living (IADL was determined through the Older American Resources and Services, and the socio-demographic and clinical data were determined through the use of additional questionnaires. Receiver Operating Characteristic Curves were used to analyze the sensitivity and specificity of the TUGT. RESULTS: Elderly individuals who fell had greater difficulties in ADL and IADL (pOBJETIVO: Determinar a acurácia do Timed Up and Go Test (TUGT para rastrear risco de quedas em idosos da comunidade. MÉTODO: Trata-se de um estudo de coorte prospectivo com amostra sorteada aleatoriamente, sem reposição e estratificada por partilha proporcional em relação ao sexo de 63 idosos da comunidade. Excluíram-se idosos com doença de Parkinson, ataque isquêmico transitório, acidente vascular encefálico, Miniexame do Estado Mental inferior ao considerado normal de acordo com a escolaridade, movimentação exclusiva por cadeira de rodas e relato de uma queda nos seis meses anteriores à primeira entrevista. O TUGT, um teste de mobilidade, foi a medida testada, e o desfecho, a ocorrência de queda. Mensuraram-se atividades básicas (ABVD e

  10. Informações sobre a morbidade hospitalar em idosos nas internações do Sistema Único de Saúde do Brasil Information on seniors' morbidity upon internments on the Brazilian Unified Health System

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Luzia Batista de Góis

    2010-09-01

    Full Text Available Tendo em vista os altos custos hospitalares dos idosos, o presente estudo teve como objetivo comparar as sete maiores frequências de morbidade hospitalar em idosos no ano de 2005 com o ano de 1994, através dos dados do Sistema de Informações Hospitalares (SIH/MS. Metodologia: estudo de avaliação das informações obtidas na base de dados do Datasus, do Ministério da Saúde, sobre a morbidade hospitalar das internações em idosos, nos anos de 2005 e de 1994. Adicionalmente, procedeu-se ao cálculo das taxas padrão e ajustadas, pelo método direto de padronização com o uso do programa Epidat 3.1. Principais resultados: as doenças do aparelho circulatório se mantiveram predominantes em 2005 (28% e em 1994 (32%, com uma redução de 4% entre estes anos; houve o aumento em dobro das neoplasias de 1994 (4% para 2005 (8%, e as doenças infecciosas e parasitárias apresentaram a manutenção basicamente do mesmo percentual de 7%, em 1994 e em 2005. Pode-se concluir que, no Brasil, a morbidade hospitalar em idosos mantém o predomínio das doenças do aparelho circulatório, ao mesmo tempo que se observa a não redução das doenças infecciosas e parasitárias; e ainda sinaliza-se o aumento recente e acentuado das neoplasias. Recomenda-se que os estudos de comparações entre períodos sejam umas das ferramentas de uso na gestão.Considering the high hospital costs of the elderly, this study aimed to compare the seven highest frequencies of morbidity in the elderly using data from Hospital Information System. The methodology used was the evaluation of information obtained in the database Datasus/Ministry of Health on the morbidity of hospital admissions in the elderly, in 2005 and 1994. Additionally, it was performed the calculation of standard and adjusted rates by the direct standardization method using Epidat 3.1. The main results were the diseases of the circulatory system remained prevalent in 2005 (28% and 1994 (32%, with a reduction

  11. Valor prognóstico da glicemia de jejum em pacientes idosos com síndrome coronariana aguda

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriane Monserrat Ramos

    2012-03-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: O exame da glicose plasmática de jejum (GPJ é preditor de complicações após Síndrome Coronariana Aguda (SCA. No entanto, seu valor prognóstico ainda não está plenamente estabelecido em diferentes faixas etárias. OBJETIVO: Avaliar o papel da glicose plasmática de jejum (GPJ como preditor de evolução, 30 dias após a SCA, e comparar a associação da hiperglicemia com eventos cardiovasculares maiores (ECM: óbito, reinfarto e revascularização, em dois diferentes grupos etários ( 65 anos de idade. MÉTODOS: Coorte contemporânea de pacientes hospitalizados por SCA no Instituto de Cardiologia do Rio Grande do Sul (região sul do Brasil. Nas primeiras 24 horas de internação, os pacientes responderam a um questionário com informações clínicas e foram coletadas amostras de sangue periférico para a medição da GPJ. Os pacientes foram acompanhados durante a internação e por 30 dias para verificar a presença de ECM. A análise estatística foi realizada utilizando o SPSS 15.0 com o teste do qui-quadrado ou Exato de Fisher (variáveis categóricas e o teste t de Student (variáveis numéricas. Análise multivariável foi utilizada para definir preditores independentes. RESULTADOS: 580 pacientes foram incluídos no estudo. A idade média foi 61,2 (± 12,3 anos, com 38,6% dos pacientes (224 com >65 anos de idade, sendo que 67,7% (393 eram do sexo masculino. A análise multivariada mostrou que, após 30 dias de acompanhamento, apenas a GPJ (OR = 1,01, 95% CI: 1,00-1,01, P = 0,001 esteve associada à ECM nas duas faixas etárias. CONCLUSÃO: A GPJ na internação foi preditor independente de ECM na fase precoce da SCA.

  12. Automedicação em idosos na cidade de Salgueiro-PE Self-medication in the elderly of the city of Salgueiro, State of Pernambuco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mirivaldo Barros e Sá

    2007-03-01

    Full Text Available OBJETIVOS: identificar os determinantes associados ao perfil da automedicação na população de idosos de 60 anos e mais, no município de Salgueiro/Pernambuco/Brasil. MÉTODO: Estudo de corte transversal realizado na zona urbana no município de Salgueiro - PE. Entre 01/05 a 10/06/2004, foram aplicados questionários em uma amostra de 355 indivíduos da população de 60 anos e mais. Os dados foram processados e analisados no EPIINFO 6.04 após digitação em dupla entrada e validação. RESULTADOS: 44,9% dos entrevistados encontravam-se na faixa etária de 60-70 anos, 247 (69,8% eram do sexo feminino, 188 (53,1% eram analfabetos e 145 (40,7% tinham o primeiro grau incompleto, sendo 276 (77,7% aposentados. Entre os que faziam uso de medicamentos sem receita médica houve predomínio de analgésicos (30% e antipiréticos (29%. Entre os motivos mais freqüentes apresentados, e que levavam os indivíduos a tomar remédios por conta própria, a dor tem o maior índice (38,3%, seguida de febre (24,4%, diarréia (8,0%, pressão alta (8,0% e tosse (5,2%. Houve associação entre a ausência de atividade física e automedicação (x² =14,44, p=0,001. CONCLUSÃO: existe grande prevalência da automedicação neste grupo, sendo os analgésicos e os antipiréticos os mais utilizados; a dor é o sintoma que mais leva à automedicação; os idosos sedentários se automedicam mais que os praticantes de atividade física.OBJECTIVES: to identify the determinants associated with the practice of self-medication in the 60-year-old or older population in the city of Salgueiro/Pernambuco/Brazil. METHODS: A cross-sectional study was carried out in the urban zone in the city of Salgueiro - PE; questionnaires were handed out between May/01/2004 and June/06/2004 in a sample population of 355 persons aged 60 years or more. Data were processed and analyzed using EPIINFO 6.04 software after a double entry and validated. RESULTS: The sample was comprised of 44.9% (159

  13. Screening for Voice Disorders in Older Adults (Rastreamento de Alterações Vocais em Idosos-RAVI)-Part II: Validity Evidence and Reliability.

    Science.gov (United States)

    de Araújo Pernambuco, Leandro; Espelt, Albert; Morais Costa, Erika Beatriz de; de Lima, Kenio Costa

    2016-03-01

    To determine the validity evidence based on the internal structure and relations to other variables and the reliability of an epidemiologic questionnaire for screening older adults with voice disorders. This is a prospective, nonrandomized, cross-sectional, validation study. To assess the validity evidence based on the internal structure, 160 older adults of both sexes, either community-dwelling or institutionalized, completed the "Rastreamento de Alterações Vocais em Idosos" (RAVI; "Screening for Voice Disorders in Older Adults"). The data were analyzed using item-total and interitem correlations, principal component analysis, confirmatory factor analysis, and differential item functioning. For validity evidence based on relations to other variables, measures of concurrent and discriminant validity were calculated according to the self-reported number of factors associated with voice disorders. Reliability was assessed using a test-retest procedure conducted with 121 older adults with the same characteristics as the previous sample. In this stage, the reproducibility, internal consistency, and measurement error of the instrument were analyzed. The RAVI showed adequate validity evidence based on the internal structure and relations to other variables, as well as good reliability. This indicates that the results produced by the instrument are valid and reliable. The RAVI is a self-reported outcome questionnaire that yields valid and reliable responses for epidemiologic detection of voice disorders in older adults and can be easily administered by any health care provider. Further ongoing studies will assess accuracy measures and cutoff values of the RAVI. Copyright © 2016 The Voice Foundation. Published by Elsevier Inc. All rights reserved.

  14. Efetividade de uma intervenção fisioterapêutica cognitivo-motora em idosos institucionalizados com comprometimento cognitivo leve e demência leve

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alessandra Vieira Menezes

    Full Text Available Resumo O objetivo desta pesquisa foi verificar a efetividade de quatro meses de intervenção fisioterapêutica cognitivo-motora, com frequência semanal única, na cognição, mobilidade e independência funcional de idosos com comprometimento cognitivo e demência leves residentes em instituição. Sob um ensaio clínico controlado, 15 sujeitos foram alocados entre grupo experimental (GE e controle (GC. Para avaliação dos sujeitos foram aplicados os instrumentos: Mini-Exame do Estado Mental, Teste de Fluência Verbal e Bateria de Avaliação Frontal para análise das funções cognitivas; Escala de Equilíbrio Funcional de Berg e Teste Timed Up and Go para verificação da mobilidade, e Escala de Barthel e Índice de Pfeffer para mensuração da independência funcional. O procedimento estatístico envolveu a aplicação do teste t de Student, sob significância de 5%. Quanto aos resultados, o GE apresentou melhor desempenho apenas nos testes relacionados à mobilidade ao final da intervenção (p < 0,05. A intervenção proposta apresentou eficácia sobre a mobilidade, mas não na cognição e independência funcional. O curto período de tempo e a baixa frequência semanal podem estar relacionados aos resultados obtidos.

  15. Doença renal crônica e tratamento em idosos: uma revisão integrativa

    OpenAIRE

    Magalhães, Fernanda Guilhermino; Goulart, Rita Maria Monteiro

    2015-01-01

    ResumoO envelhecimento populacional, juntamente com a crescente incidência de doenças crônicas, tem contribuído para o aumento mundial da prevalência da doença renal crônica (DRC). O objetivo deste estudo foi realizar uma revisão integrativa sobre os tratamentos propostos para idosos portadores de DRC na fase não dialítica. Foi efetuada uma busca na literatura, considerando-se o período entre janeiro de 2002 e maio de 2013, nas bases de dados eletrônicas MEDLINE, LILACS, SciELO e Science Dire...

  16. Validação da Severe Impairment Battery Language numa Amostra de Idosos com Alzheimer em Portugal

    OpenAIRE

    Nogueira, Simon Miguel Fermino

    2011-01-01

    Objectivo: O presente estudo tem por objectivo contribuir para a validação de uma versão portuguesa da Severe Impairment Battery Language scale (SIB-L) como instrumento de medida da linguagem no idoso com demência moderada a agravada. Método: Traduzimos a versão original da SIB-L através de um processo de tradução-retroversão com dois tradutores e retrovertores independentes. A tradução visou assegurar a equivalência de conteúdo das versões americana e portuguesa. Aplicou-se a SIB-L a uma amo...

  17. A auto-percepção do envelhecimento e os traços de personalidade em idosos

    OpenAIRE

    Yassine, Ismael Macedo Correia

    2011-01-01

    Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicologia Clínica Dinâmica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2011 O presente estudo foca a auto-percepção do envelhecimento e os traços de personalidade, assumindo como principais objectivos: (1) a exploração da relação entre auto-percepção do processo de envelhecimento por parte dos idosos (com mais de 60 anos de idade) e os traços de personalidade e, (2) a compreensão das dimensõe...

  18. Capacidade funcional de idosos atendidos em um programa do SUS em Belém (PA Functional capacity of the elderly attended in a Unified Health System (SUS program in Belém in the State of Pará

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Izabel Penha de Oliveira Santos

    2013-03-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi avaliar fatores associados à capacidade funcional em idosos atendidos em um programa de saúde pública em Belém (PA. Realizou-se estudo seccional com 259 idosos atendidos no programa Hiperdia/SUS no período de março a julho de 2010. Os idosos foram avaliados pelo teste de desempenho físico modificado, validado no Brasil. Nas análises foram utilizados o teste do qui-quadrado de Pearson, a análise de variância e a regressão. Os idosos tinham em média 68,3 anos (DP ± 6,2 e 71,0% eram do sexo feminino. Após ajustes por variáveis de confundimento, observaram-se maiores chances de pior desempenho no teste entre as mulheres, os mais velhos e os de menor escolaridade, além de queixa de dor no joelho, diagnóstico anterior de catarata e autoavaliação de saúde regular/ruim. A capacidade funcional é um indicador de saúde importante para se identificar precocemente riscos de incapacidade e requerendo uma avaliação periódica, no intuito de se buscar estratégias cuidativas para a manutenção da independência dos idosos.The objective of this study was to evaluate factors associated with functional capacity among the elderly attended in a public health program in Belém in the State of Pará. A sectional study was conducted with 259 elderly people attended in the Hiperdia/SUS program in the period from March to July 2010. The elderly were assessed using the modified physical performance test duly validated in Brazil. Pearson's Chi-square Test, in addition to variance analysis and logistic regression were used for the analysis. The elderly were 68.3 years on average (SD ± 6.2 and 71% were female. After adjustments for conflicting variables, it was seen that there were greater chances of worse performance on the test among women, the older and less educated individuals, and those complaining of knee pain and prior diagnosis of cataracts and fair/bad self-assessment of health. Functional capacity is an

  19. O benefício da dança sênior em relação ao equilíbrio e às atividades de vida diárias no idoso

    OpenAIRE

    Aline Felipe Gomes da Silva; Andréa Marques Berbel

    2015-01-01

    Introdução: Com a chegada da velhice, ocorrem mudanças que determinam uma progressiva perda da capacidade de adaptação do indivíduo, resultando em dificuldades para manter o equilíbrio ao realizar suas atividades de vida diárias, dificultando a convivência na sociedade. A dança, por sua vez, proporciona a melhora da capacidade funcional e dos benefícios psicológicos. Objetivo: Avaliar o benefício da dança sênior em relação ao equilíbrio e às atividades de vida diárias no idoso. Métodos: Parti...

  20. Prevalência e caracterização da anemia em idosos do Programa de Saúde da Família Prevalence and characteristics of anemia in an elderly population attending a Health Family Program

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Diana L. Barbosa

    2006-12-01

    Full Text Available A anemia é considerada um problema de saúde pública em escala mundial e é o distúrbio hematológico de maior prevalência que acomete a população idosa. O objetivo deste trabalho foi estimar a prevalência e características da anemia em idosos do Programa de Saúde da Família de Camaragibe, PE. O delineamento foi transversal, com amostra aleatória sistemática de 284 idosos > 60 anos, de ambos os sexos, realizado em novembro/dezembro-2003. A anemia foi avaliada pela hemoglobina (Hb, concentração de hemoglobina corpuscular média (CHCM, volume corpuscular médio (VCM e amplitude de distribuição eritrocitária (RDW. A prevalência de anemia foi, em média, de 11,0%. A morfologia eritrocitária não mostrou associação com as concentrações de Hb. A grande maioria dos idosos apresentou anemia normocrômica, normocítica, sem anisocitose, sugestivo de anemia por doença crônica. A ínfima prevalência de microcitose e macrocitose com anisocitoseminimiza a gênese da deficiência de ferro, bem como da deficiência de vitamina B12 e ácido fólico na etiologia da anemia em idosos. Concluímos que o uso de indicadores que reflitam o grau de anisocitose eritrocitária associados àqueles que avaliam o estado nutricional do ferro é extremamente recomendado para o diagnóstico das anemias em idosos.Anemia is a serious public health problem worldwide that mainly affects children and women of childbearing age. However, data about anemia in elderly individuals are still scarce in developing countries. This study aimed at assessing the prevalence and characteristics of anemia among an elderly population attending the Health Family Program in Camaragibe, northeast Brazil. Following a systematic sampling procedure, a cross-sectional study was carried out in November and December 2003 involving 284 subjects of both genders with ages grater than or equal to 60 years old. Anemia was estimated by the measurement of hemoglobin, mean cell hemoglobin

  1. Cuidador familiar do idoso em cuidados paliativos: o processo de morrer no domicílio Family caregiver of elderly patients in palliative care: the process of dying at home

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flavia Renata Fratezi

    2011-07-01

    Full Text Available Este estudo teve como objetivos: identificar e analisar o significado do processo de morrer para cuidadores familiares de pacientes idosos em cuidados paliativos. Tratou-se de pesquisa qualitativa com utilização de entrevista. Os dados foram analisados por conteúdo. A presença de doenças crônicas que levam o idoso a necessitar de cuidados paliativos impõe sobre o cuidador familiar sentimentos complexos e ambivalentes. A proximidade e inevitabilidade da morte do idoso colaboram para intensificar esses sentimentos, mas possibilitam ao cuidador resignificar como vivencia essa experiência. Diante desta complexidade, torna-se evidente que a equipe paliativista precisa colaborar junto ao cuidador familiar, no sentido de tentar amenizar essa situação.This study sought to identify and analyze the significance of the process of dying for family caregivers of elderly patients in palliative care. It involved qualitative research with the use of interviews. The data were scrutinized by content analysis. The presence of chronic diseases that lead the elderly patient to require palliative care imposes a series of complex and ambivalent feelings on the family caregiver. The proximity and inevitability of death of the elderly patient exacerbate these feelings, but also lead the caregiver to reconsider how to handle this experience. Given this complexity, it becomes clear that the palliative tem need to work with family caregivers, to try to alleviate this situation.

  2. Avaliação dos níveis séricos das vitaminas A, E, C e B2, de carotenóides e zinco, em idosos hospitalizados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vannucchi Hélio

    1994-01-01

    Full Text Available Foram verificados os níveis séricos de zinco, carotenóides e vitaminas A, E, C, B2 em todos os idosos (n = 202 internados nas diversas enfermarias do hospital estudado, no período de fevereiro de 1986 a outubro de 1988. Foram estudados 130 homens e 72 mulheres que apresentaram média de idade de 67,8 anos, com variação entre 60 a 88. A percentagem de níveis séricos deficitários foi de 59,5 para o zinco, 56,5% para a vitamina C, 34,5% para a vitamina B2, 26% para a vitamina E, 13,2% para a vitamina A e 6,8% para os carotenóides. Os idosos portadores de leucoses, magaesôfogo, doença pulmonar obstrutiva crônica e insuficiência cardíaca congestiva constituíram-se no grupo de pacientes com grande prevalência de estado deficitário de zinco e das vitaminas estudadas, resultados que mostram a importância de se investigar as deficiências desses micronutrientes e dão subsídios para a abordagem terapêutica mais racional do paciente idoso internado.

  3. Influência do cuidador informal na reabilitação do idoso em pós-operatório de fratura de fêmur proximal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suelen Alves Rocha

    Full Text Available RESUMO Objetivo Verificar a influência do cuidador informal na independência funcional de idosos no pós-operatório de fratura de fêmur proximal por quedas. Método Revisão integrativa, cujo corpus de análise reuniu 23 artigos, entre 2002 e 2012, das bases de dados Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde, Scientific Electronic Library Online, Cumulative Index to Nursing and Allied Health Literature, US National Library of Medicine e Scopus. Resultados Predominaram estudos com autoria de chineses e enfermeiros. A análise dos estudos evidenciou que as quedas seguidas por fraturas promovem a dependência de idosos e, consequentemente, a sobrecarga aos cuidadores, demonstrando o binômio idoso dependente-cuidador necessitar de apoio no processo de reabilitação. Conclusões Os cuidadores informais ainda precisam ser inseridos no planejamento e capacitados para o cuidado pelos profissionais da saúde, uma vez que influenciam positivamente a independência funcional no pós-operatório.

  4. Sobrevida e complicações em idosos com doenças neurológicas em nutrição enteral Occurrence of complications and survival rates in elderly with neurological disorders undergoing enteral nutrition therapy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Stangherlin Martins

    2012-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a sobrevida e complicações de pacientes idosos com doenças neurológicas em uso de nutrição enteral (NE. MÉTODOS: Avaliaram-se pacientes acima de 60 anos acompanhados pelo serviço de atenção domiciliar de um plano de saúde de Belo Horizonte, MG, Brasil. A avaliação ocorreu no domicílio após a alta hospitalar com NE, após três e seis meses e ao término do estudo. Foram realizadas avaliação nutricional, coleta de dados em prontuários e entrevistas com familiares ou cuidadores. RESULTADOS: Foram avaliados 79 pacientes, idade 82,9 ± 10,4 anos, 49,4% com demência e 50,6% com outros diagnósticos neurológicos, 100% com elevado grau de dependência avaliada pelo índice de Katz. A maioria dos pacientes (91,2% apresentou complicações (pneumonia, perda da sonda, diarreia, constipação, vômito, extravasamento periostomia, obstrução da sonda, refluxo e miíase. Pneumonia foi a mais frequente, ocorrendo em 55,9%. A mortalidade foi de 15,2% aos três meses, 22,8% aos 6 meses e 43% ao término do estudo. A mediana de sobrevida após iniciada a NE foi de 364 dias. Não se observaram diferenças entre mortalidade e diagnóstico neurológico, vias de acesso de NE e complicações. A sobrevida foi menor em pacientes com estado nutricional inadequado e albumina OBJECTIVE: To evaluate the occurrence of complications, as well as the survival rates, in elderly people having neurological diseases and undergoing enteral nutrition therapy (ENT. METHODS: Patients aged over 60 years, assisted by a home medical service from a healthcare plan in the city of Belo Horizonte, MG, Brazil, were thoroughly evaluated. The mentioned evaluation occurred at their homes after hospital discharge with enteral nutrition (EN after a three-month period, a six-month period, and at the end of the study. A nutritional assessment was performed along with data collection performed on the patients' electronic medical records, and interviews

  5. Hipertensão arterial em idosos: prevalência, fatores associados e práticas de controle no Município de Campinas, São Paulo, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Zaitune Maria Paula do Amaral

    2006-01-01

    Full Text Available Este estudo teve como objetivo avaliar a prevalência da hipertensão arterial referida em idosos de Campinas, São Paulo, Brasil, identificando os fatores associados, o uso de serviços de saúde e o conhecimento e as práticas quanto às opções do tratamento. Trata-se de estudo transversal, de base populacional, com amostra de conglomerados, estratificada e em múltiplos estágios. A análise dos dados referentes aos 426 indivíduos (sessenta anos e mais levou em conta o desenho amostral e o efeito do delineamento. A prevalência de hipertensão foi de 51,8% (46,4% nos homens e 55,9% nas mulheres e mostrou-se mais elevada em idosos: com menor escolaridade (55,9%, migrantes de outros estados (60,2% e com sobrepeso ou obesidade (57,2%. Os resultados indicam que os serviços de saúde estão garantindo o acesso ao atendimento médico (71,6% visitam o médico regularmente e aos medicamentos (86,7% tomam medicamento de rotina, sem distinção de nível sócio-econômico. Persistem, no entanto, desigualdades sociais quanto ao conhecimento e utilização de outras práticas de controle da pressão arterial, como dieta adequada e atividade física, que são insuficientemente utilizadas também pelos segmentos socialmente mais favorecidos.

  6. Formação de educadores: uma perspectiva de educação de idosos em programas de EJA Teacher education: a view of the education of the elderly in EJA programs

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Travassos Marques

    2010-08-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo é salientar a necessidade de melhor formação docente em relação à Educação de Jovens e Adultos (EJA e, mais especificamente, em relação ao idoso, um grupo marcado por múltiplas exclusões e bastante presente nas salas de aula de EJA. O estudo foi realizado a partir de revisão bibliográfica sobre Educação de Jovens e Adultos, idosos e formação docente, da reflexão sobre documentos, tais como a Constituição da República Federativa do Brasil e o Estatuto do Idoso, e da análise da experiência desenvolvida pela Secretaria Municipal de Educação de Campinas-SP, por meio da FUMEC (Fundação Municipal de Educação Comunitária. Após apresentar algumas perspectivas a respeito da ampliação no número de idosos na sociedade atual, dos preconceitos relacionados ao envelhecimento e da luta pelos direitos do cidadão idoso, focamos a importância do papel do educador no intuito de reverter a obscuridade a que é remetida a pessoa idosa, tanto no âmbito social quanto no educacional. Para tanto, concluímos, tornam-se necessárias rupturas, que dizem respeito à própria imagem do pedagogo e da área da educação na sociedade, notadamente vinculada à infância, no intuito de incluir temáticas relativas ao idoso e ao envelhecimento nos currículos dos cursos de pedagogia, bem como de ampliar discussões a respeito do idoso, em especial aquele oriundo de camadas populares, nas pesquisas no campo educacional.The objective of this study is to highlight the need for better teacher training with respect to the Education of Youngsters and Adults (EJA and, more specifically, regarding the elderly, a group marked by multiple exclusions and strongly present in EJA classes. The study was based on a survey of the literatures on the Education of Youngsters and Adults, the elderly and teacher education, on the reflection on documents such as the Brazilian Constitution and the Statute of the Elderly, and on the analysis

  7. A avaliação pré-anestésica para cirurgia oftalmológica em idosos é realmente necessária? A realidade de um hospital público

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flora Margarida Barra Bisinotto

    Full Text Available RESUMO Objetivos: A avaliação pré-anestésica (APA e a realização de exames laboratoriais são questionadas para cirurgias oftalmológicas ambulatoriais por acrescentarem custos e retardarem a cirurgia. Estas são de baixo risco, mas os pacientes são idosos e com várias comorbidades. O objetivo deste estudo foi determinar se a APA é realmente necessária nestes pacientes em um hospital público. Métodos: Foi conduzido um estudo retrospectivo em 297 prontuários contendo a APA de pacientes para cirurgias oftalmológicas em um hospital público. Foram avaliados através da história, exame clínico e exames complementares, a proporção de pacientes que apresentaram na APA doenças desconhecidas ou não controladas e alterações dos exames complementares. Resultados: A média de idade dos pacientes foi de 71,5 anos, com 95,28% tendo pelo menos uma doença crônica. A doença mais prevalente foi hipertensão arterial sistêmica (62,96%, que em 7,7% dos pacientes estavam sem controle adequado; 2.3% não tinham diagnóstico de HAS. O diabetes mellitus tipo 2 apareceu em segundo (22,22%, com 5,3% sem controle adequado. Glicemia acima de 100 mg.dl-1 foi encontrada em 25,92%, sem diagnóstico conhecido. Do total, 84,8% tomavam pelo menos um medicamento. Somente 73,4% dos pacientes foram liberados para a cirurgia na primeira consulta. Conclusão: A APA em oftalmologia é capaz de detectar doenças não diagnosticadas, ou condições clínicas instáveis, e exerce um papel não só de otimização do paciente para a cirurgia como de atendimento primário, desempenhando papel importante na saúde global da população e, portanto, considerada necessária nos pacientes idosos do sistema público de saúde.

  8. Fatores de risco para doença cerebrovascular e função cognitiva em idosos Risk factors for cerebrovascular disease and cognitive function in the elderly

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nicole de Liz Maineri

    2007-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar a concomitância de fatores de risco para acidente vascular cerebral e de disfunção na cognição de idosos acima de 60 anos. MÉTODOS: Idosos com diferentes graus de risco de acordo com a escala de Framinghan para acidente vascular cerebral (AVC tiveram comparadas suas habilidades cognitivas. O risco de evento isquêmico cerebral foi calculado pela escala de Framingham para AVC. Os instrumentos neuropsicológicos aplicados foram os testes de memória seletiva de Buschke, fluência verbal (animais, desenho do relógio, teste de aprendizado auditivo verbal de Rey, dígito span e vocabulário. O estudo foi feito com uma amostra randômica e representativa de todos os 200 idosos residentes na área de abrangência de uma unidade de atenção primária de saúde (posto Morada das Flores, Porto Alegre. Foi incluído no estudo um número representativo de 46 idosos. RESULTADOS: Os idosos com escore de risco obtiveram um desempenho inferior em testes de memória (SOL com p=0,02 e na capacidade de planejamento (Teste do relogio com p=0,03. A presença de diabetes manteve-se como fator associado ao desempenho da evocação tardia do teste de aprendizado auditivo verbal de Rey (p=0,04. CONCLUSÃO: A presença de fatores de risco para AVC esteve associada com pior performance cognitiva em funções de memória e em funções executivas em idosos.OBJECTIVE: To determine whether stroke risk factors and cognitive dysfunction are concomitant in individuals over the age of 60. METHODS: The cognitive abilities of elderly individuals with different degrees of risk as per the Framingham stroke risk profile were compared. The Framingham stroke risk profile was used to calculate the risk of an ischemic cerebral event. Neuropsychological tests included the Buschke Selective Reminding Test, verbal fluency (animals, clock drawing, Rey Auditory Verbal Learning, digit span and vocabulary. A random and typical population sample was used in the

  9. Estudo dos efeitos adversos e do efeito protetor da vacina contra influenza em idosos vacinados pela rede pública no município de Tubarão, Estado de Santa Catarina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Talita Siemann Santos Pereira

    2011-02-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: O presente estudo buscou identificar os efeitos adversos e o efeito protetor da vacina contra influenza, em idosos acima de 60 anos, aplicada pela rede pública no município de Tubarão, Santa Catarina. MÉTODOS: Foi realizada uma coorte prospectiva de pacientes durante o período de maio a setembro de 2008. Foram recrutados 341 idosos, sendo 289 vacinados na rede pública (VSUS e 52 não vacinados (NV. A incidência do efeito protetor foi verificada através da comparação dos grupos VSUS com os NV. RESULTADOS: Um percentual de 22,5% de pacientes apresentou pelo menos um efeito adverso. Comparando o grupo VSUS e NV quanto à incidência de sintomas gripais durante o inverno, a presença de pelo menos um sintoma foi verificada em 47% e 28,8% (RR = 1,11; 1,02-1,22; p = 0,0156, respectivamente. CONCLUSÕES: Os resultados apontam uma baixa incidência de efeitos adversos. A maior incidência de sintomas gripais no grupo VSUS comparado ao NV pode estar relacionado às características da população que costuma fazer a vacina contra influenza.

  10. Avaliação do estado nutricional em pacientes idosos oncológicos internados em um hospital de alta complexidade do Norte do Rio Grande do Sul = Assessment of nutritional status in oncological elderly patients admitted to a high complexity hospital of the North of Rio Grande do Sul

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pelissaro, Elisa

    2016-01-01

    Conclusões: A maioria dos idosos oncológicos hospitalizados encontravam-se eutróficos pelos indicadores antropométricos índice de massa corporal e circunferência da panturrilha, enquanto uma proporção maior desses pacientes foram classificados como desnutridos ou em risco nutricional pela Mini Avaliação Nutricional Reduzida, assim como pela porcentagem de perda de peso. Os pacientes com câncer de pulmão e pâncreas foram os que mais apresentaram perda de peso grave. Os presentes resultados confirmam a importância de usar diferentes parâmetros para avaliar o estado nutricional de idosos oncológicos

  11. Relação entre força de tosse e nível funcional em um grupo de idosos Relationship between cough strength and functional level in elderly

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fábia S. Freitas

    2010-12-01

    Full Text Available CONTEXTUALIZAÇÃO: A força muscular respiratória é influenciada pelo envelhecimento. OBJETIVOS: Avaliar, em uma população de idosos saudáveis, a influência da atividade física e do nível funcional sobre parâmetros da função pulmonar, sobre a força da musculatura respiratória e sobre a tosse. MÉTODOS: Estudo observacional em que foram incluídos 61 idosos com idade igual ou superior a 60 anos (72,3±7,2 anos, com espirometria normal. Foram avaliados: pressão inspiratória máxima (PImax, pressão expiratória máxima (PEmax, pico de fluxo expiratório (PFE, pico de fluxo da tosse (PFT e perfil de atividade humana (PAH. Os idosos foram divididos em dois grupos (ativo e moderadamente ativo classificados conforme o PAH. Utilizou-se o teste t de Student nas análises univariadas e foram desenvolvidos modelos de regressão linear nas análises multivariadas. RESULTADOS: Os idosos ativos apresentaram, em média, 13,5 cmH2O a mais no valor da PEmax (88±21,4 cmH2O e 16,2 cmH2O na PImax (76±17,7 cmH2O, ocorrendo queda, em média, de 1 cmH2O a cada ano nessas variáveis. O PFE e o PFT foram maiores nos idosos do sexo masculino (pBACKGROUND: Respiratory muscle strength is influenced by aging. OBJECTIVES: To assess, in a healthy elderly population, the influence of physical activity and functional performance on the pulmonary function parameters, on respiratory muscle strength and on coughing. METHODS: Observation study that sixty one elderly with age equal or more than 60 years (72.3±7.2 years, with normal spirometry were included. Maximal Inspiratory Pressure (MIP, Maximal Expiratory Pressure (MEP, Peak Expiratory Flow (PEF, Peak Cough Flow (PCF and Human Activity Profile (HAP were evaluated. The elderly were separated in two groups (active and moderately active according to HAP. Student`s test was used for univariate analysis and regression analysis models was used for multivariate analysis. RESULTS: Elderly participants who were

  12. Characteristics associated with activity restriction induced by fear of falling in community-dwelling elderly Características associadas à restrição de atividades por medo de cair em idosos comunitários

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosângela C. Dias

    2011-10-01

    Full Text Available OBJECTIVES: The aim of this study was to determine the social-demographic, clinical, functional and psychological factors associated to activity restriction due to fear of falling in community-dwelling elderly and identify which variables best discriminate groups of elderly with different levels of activity restriction and fear of falling. METHODS: One hundred and thirteen community-dwelling elderly (74.5±7 years old participated in the study. Activity restriction induced by fear of falling, previous falls, fall related self-efficacy, frailty phenotype, functional capacity, depressive symptoms, health self-perception, socio-demographic and clinical factors were assessed. Descriptive statistics, chi-square, ANOVA and Kruskal Wallis tests were used to analyze the associations between activity restriction due to fear of falling and all other variables. Path analysis (CHAID method was used to verify which variables better discriminated groups in relation to activity restriction (α=0.05. RESULTS: The participants who reported fear of falling and activity restriction demonstrated higher depression (p=0.038, lower fall related self-efficacy (pOBJETIVOS: Determinar os fatores sociodemograficos, clinicos, funcionais e psicologicos associados a restricao de atividades por medo de cair em idosos comunitarios e identificar quais variaveis melhor discriminam os grupos em relacao a restricao de atividades por medo de cair. MÉTODOS: Cento e treze idosos comunitarios (74,5�±7 anos participaram do estudo. Foram avaliados: restricao de atividades por medo de cair, historia de quedas, autoeficacia relacionada as quedas, fenotipo de fragilidade, aspectos sociodemograficos e clinicos, capacidade funcional, depressao e autopercepcao de saude. Estatisticas descritivas, teste qui-quadrado, ANOVA e o teste Kruskal-Wallis foram utilizados para analisar as relacoes entre a restricao de atividades por medo de cair e as outras variaveis. O metodo Chi-Square Automatic

  13. Epidemiologia das lesões traumáticas de alta energia em idosos Epidemiology of high-energy trauma injuries among the elderly

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcio Katz

    2008-01-01

    Full Text Available O aumento proporcional de idosos na população mundial associado à melhoria nas condições de saúde e suporte preventivo para essa faixa etária, permite forma de vida mais ativa, expondo-os a risco mais elevado de acidentes e traumas de alta energia. Esses pacientes têm características fisiológicas, doenças associadas, padrão comportamental e complicações pós-operatórias que levam a resposta sistêmica diferente dos demais grupos etários. Esse trabalho avaliou prospectivamente 28 pacientes com idade superior a 65 anos - 16 mulheres e 12 homens. O mecanismo de trauma mais prevalente foi atropelamento, resultando principalmente, em fraturas dos membros inferiores. O tempo de internação foi superior ao de pacientes de faixas etárias inferiores e 90% dos casos apresentaram algum tipo de complicação clínica após a osteossíntese. A idade age isoladamente como fator preditivo positivo para tais complicações no paciente politraumatizado. As doenças prévias e a idade dos doentes não influenciaram o desenvolvimento de complicações ortopédicas. As lesões associadas às fraturas apresentaram correlação com o mecanismo de trauma. Estes pacientes normalmente precisam ser operados para tratamento definitivo de suas fraturas. O fato de serem mais idosos e apresentarem doenças anteriormente ao acidente não aumenta o período pré-cirúrgico.The increasing proportion of elderly people in the world's population, together with improvements in their health status and the preventive support for this age group, have allowed them to have more active lifestyles, which have exposed them to higher risks of high-energy accidents and trauma. These patients have physiological characteristics, associated diseases, behavioral patterns and postoperative complications that lead to different systemic responses from those on other age groups. This study prospectively evaluated 28 patients aged over 65 years - 16 women and 12 men. The most

  14. Big endotelina-1 e óxido nítrico em pacientes idosos hipertensos com e sem síndrome da apneia-hipopneia obstrutiva do sono

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Iara Felicio Anunciato

    2013-10-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: O papel do estresse oxidativo em pacientes idosos hipertensos com síndrome de apneia-hipopneia obstrutiva do sono (SAHOS é desconhecido. Objetivo: O objetivo foi avaliar os níveis de Big Endotelina-1 (Big ET-1 e Óxido Nítrico (NO em pacientes idosos hipertensos com e sem SAHOS moderada a grave. MÉTODOS: Os voluntários permaneceram internados durante 24 horas. Obtivemos os seguintes dados: índice de massa corporal (IMC, Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial (MAPA - 24 horas, e medicação atual. Sangue arterial foi coletado às 7:00 h e às 19:00 h para determinar níveis plasmáticos de NO e Big ET-1. A oximetria de pulso foi realizada durante o sono. A correlação de Pearson, Spearman e análise de variância univariada foram utilizadas para a análise estatística. RESULTADOS: Foram estudados 25 sujeitos com SAHOS (grupo 1 e 12 sem SAHOS (grupo 2, com idades de 67,0 ± 6,5 anos, 67,8 ± 6,8 anos, respectivamente. Não foram observadas diferenças significativas entre os grupos em IMC; no número de horas de sono; PA diastólica e sistólica em 24 h; PA de vigília; PA no sono; ou medicamentos usados para controlar a PA. Não foram detectadas diferenças nos níveis de NO e Big ET-1 plasmáticos às 19:00 h, mas às 7:00 h os níveis de de Big ET-1 foram mais altos (p = 0,03. No grupo 1, correlação negativa também foi observada entre a saturação de oxihemoglobina arterial média e a PA sistólica - 24 horas (p = 0,03, r = -0,44, e Big ET-1 (p = 0,04, r = 0,41. CONCLUSÕES: Na comparação entre idosos hipertensos com e sem SAHOS com PA e IMC semelhantes, observou-se níveis mais elevados de Big ET-1 após o sono no grupo SAHOS. Os níveis de NO não diferiram entre os pacientes hipertensos com ou sem SAHOS.

  15. Avaliação da tecnologia das relações de cuidado nos serviços em saúde: percepção dos idosos inseridos na Estratégia Saúde da Família em Bambuí, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wagner Jorge dos Santos

    2014-08-01

    Full Text Available No campo da saúde as tecnologias das relações de cuidado se inscrevem no espaço do encontro trabalhador-usuário, implicando intersubjetivamente com a produção de relações entre sujeitos, materializando-se em ato. Estudos de avaliação sintetizam conhecimentos produzidos sobre as consequências da utilização dessas tecnologias para a sociedade. Esse estudo de cunho antropológico visa compreender a percepção dos idosos sobre a capacidade resolutiva e efetividade dos atos em saúde produzidos nas relações de cuidado contextualizadas na Estratégia Saúde da Família (ESF. O universo pesquisado foi composto por 57 idosos residentes em Bambuí (MG. O modelo dos Signos, Significados e Ações foi utilizado na coleta e análise dos dados, aplicando como técnica de pesquisa a entrevista semiestruturada. Os idosos avaliam a capacidade resolutiva e efetividade dos atos de cuidado na ESF como negativa, tendo como referência a qualidade das interações entre usuário-profissional. A ESF não é efetiva e a desejada mudança do modelo assistencial não ocorreu na prática: repete a centralidade do modelo médico-medicamento-procedimento que cuida da doença e não do doente, compreendendo a velhice como doença e os agravos como coisas da idade.

  16. Síndrome da apneia obstrutiva do sono (Saos e sonolência diurna excessiva (SDE: influência sobre os riscos e eventos de queda em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Afonso Burgos

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Muitos países vêm experimentando o processo de envelhecimento populacional e a consequente elevação das doenças associadas a ele, como dificuldade de manter o equilíbrio, perdas na qualidade do sono e síndrome da apneia obstrutiva do sono (Saos. OBJETIVOS:Investigar a correlação entre a Saos e sonolência diurna excessiva (SDE com os riscos e eventos de quedas em indivíduos idosos. MATERIAIS E MÉTODOS:Estudo descritivo, comparativo, de corte transversal com amostra de 75 indivíduos com idade igual ou superior a 60 anos, gêneros masculino e feminino. Foram utilizados o mini-exame do estado mental; escalas de depressão geriátrica simplificada; de sonolência de epworth; de avaliação do equilíbrio de tinneti; índice de massa corporal (IMC; registros estabilométricos das oscilações posturais ântero-posterior (AP e médio-lateral (ML. RESULTADOS: Maior prevalência de Saos no gênero masculino. Não foi encontrada correlação com significância estatística (Pearson, p ≤ 0,01 entre as variáveis IMC e estabilometria. Não houve correlação estatisticamente significativa (ANOVA, p ≤ 0,05 entre IMC (subgrupos normal, sobrepeso, graus I, II, III, e IV e estabilometria; entre os graus de severidade de Saos e estabilometria; entre dados estabilométricos de subgrupos de IMC e mesmo grau de severidade de Saos; entre dados estabilométricos de subgrupos de IMC e diferentes graus de Saos; entre os diferentes graus de Saos (GC, G1, (GC e G2, subgrupos de IMC e registros estabilométricos. CONCLUSÃO: Não foram encontrados resultados que corroborassem a hipótese de proporcionalidade entre graus de severidade de Saos, IMC e registro estabilométrico.

  17. Programa de atenção particularizada ao idoso em unidades básicas de saúde Health program for elders at primary health care centers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aleksandro Belo Ferreira

    2009-12-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Envelhecer é um processo de mudanças irreversíveis na estrutura e no funcionamento de um organismo, que ocorre como resultado da passagem do tempo. Segundo a OMS, programas voltados à saúde dos idosos devem promover, estimular e potencializar situações que os levem a organizar sua rotina de acordo com o próprio planejamento e metas pessoais. No Brasil, a população de idosos aumenta significativamente; estima-se que representará 12,5% em 2020. Nesse contexto, justifica-se a criação de programas de saúde particularizados a esse grupo populacional. OBJETIVO: Elaborar programa de saúde para o idoso aplicável em Unidades Básicas de Saúde. METODOLOGIA: O projeto foi aplicado no Centro de Saúde Escola Barra Funda "Dr. Alexandre Vranjac". Com revisão bibliográfica, conhecimento da população local e das demandas regionais quanto a novas atividades e mapeamento das atividades existentes no terrritório, formulou-se uma apostila direcionada aos profissionais da saúde visando elucidar dúvidas e orientar o manejo do paciente idoso. RESULTADOS: A Unidade é referência na organização dos projetos existentes em sua área de abrangência; muitos, atualmente, com potencial subutilizado. Foram encontrados diversos centros que oferecem atividades aos idosos, no entanto há necessidade de aprimorar a divulgação desses projetos através de meios que atinjam efetivamente essa população. Elaborou-se apostila composta de revisão bibliográfica, fluxograma de atendimento médico, roteiro para personalizar o atendimento do idoso, banco de dados com os principais projetos da região e calendário com as atividades existentes permitindo centralizar informações e torná-las acessíveis, para que atividades específicas a cada paciente possam ser indicadas de maneira objetiva.INTRODUCTION: Ageing is a process of irreversible changes, both physical and physiological. According to WHO, health programs directed to the elders must

  18. Estudo da desigualdade na utilização de serviços de saúde por idosos em três regiões da cidade do Rio de Janeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pinheiro Rejane Sobrino

    1999-01-01

    Full Text Available Neste trabalho, foi analisada a desigualdade social na utilização de serviços de saúde e a influência que a área de residência exerce nessas desigualdades. Com informações baseadas em um questionário multidimensional aplicado a uma amostra de idosos da cidade do Rio de Janeiro, foi estudada a associação do uso de serviços de saúde com fatores sócio-demográficos, condição social, necessidade e oferta de serviços médicos. O desenho amostral complexo levou a violações de pressupostos do modelo de regressão logística, que foram tratadas na fase de análise dos dados, com base no cálculo do efeito do desenho. O fator mais importante na explicação da variação no uso de serviços de saúde por idosos foi necessidade. Porém, ser do sexo feminino, renda, área de moradia e ter direito de usar serviço privado também mostraram efeito positivo no consumo de serviços de saúde. O modelo apontou ainda para a existência de interação entre área de residência e renda. A área de alto padrão de vida, representada neste estudo por Copacabana, não apresentou desigualdades internas no uso de serviços de saúde, sendo o efeito da renda mais importante em locais classificados em níveis de padrão de vida médio e menor (Méier e Santa Cruz, respectivamente.

  19. Effectiveness of a physiotherapeutic protocol for equilibrium with institutionalized elderly people Eficácia de um protocolo fisioterapêutico para equilíbrio em idosos institucionalizados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariane Negrão Serra dos Santos Lopes

    2010-12-01

    , sensibilidade proprioceptiva, aparelho vestibular, visão, cerebelo dentre outros. A queda é uma das principais conseqüências da falta de equilíbrio no idoso, e a fisioterapia e a atividade física constituem ferramentas importantes para prevenir e/ou minimizar esses déficits. O objetivo deste estudo foi verificar a eficácia de um programa fisioterapêutico para equilíbrio em idosos institucionalizados. Trata-se de um estudo prospectivo de coorte, do qual participaram sete idosos institucionalizados. Foram incluídos os idosos que deambulavam sem uso de órtese e obedeciam aos comandos e os compreendiam. Foi aplicada uma avaliação inicial dos sistemas respiratório, neurológico e ortopédico e a Escala de Equilíbrio e Mobilidade de Tinetti. O protocolo de tratamento consistiu de 16 terapias, e em cada sessão foi realizado aquecimento, alongamento, fortalecimento, treino de equilíbrio, treino de marcha e relaxamento. Estas foram realizadas duas vezes por semana com duração de 50 minutos cada, em um total de dois meses. Os dados foram estatisticamente avaliados por meio do teste de Wilcoxon com significância de p=0,03, os resultados obtidos mostraram melhora do equilíbrio no grupo estudado. Será sugerido que o protocolo utilizado seja implantado na instituição onde foi realizado, podendo minimizar os riscos inerentes ao déficit de equilíbrio nos idosos.

  20. Usual gait speed assessment in middle-aged and elderly Brazilian subjects Velocidade usual da marcha em brasileiros de meia idade e idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rômulo D. Novaes

    2011-04-01

    Full Text Available OBJECTIVES: To evaluate the usual gait speed of asymptomatic adult and elderly Brazilians with a 10-meter walk test and to compare the results with foreign reference values. METHODS: Seventy-nine asymptomatic volunteers >40 years old of both genders were assessed. After anamnesis, anthropometry and the application of a habitual physical activity questionnaire, the volunteers were submitted to a 10-meter walk test at usual speed by means of which gait speed, the number of steps and length of stride were calculated. RESULTS: Except for age, all study variables were significantly lower in women. Subjects >70 years old presented a significantly lower gait speed than subjects between 40 and 49 years old and between 50 and 59 in both men (1.09±0.18 m/s, 1.35±0.11 m/s and 1.34±0.22 m/s, respectively and women (1.02±0,10 m/s, 1.27±0.20 m/s and 1.27±0,15 m/s, respectively. Gait speed showed moderate correlations with age (r=-0.41, pOBJETIVOS: Avaliar a velocidade usual da marcha (VM por meio de teste de caminhada de 10 m (TC10m em adultos e idosos assintomáticos brasileiros e compará-la com os valores de referência estrangeiros. MÉTODOS: Setenta e nove voluntários assintomáticos com idade >40 anos, de ambos os gêneros, foram avaliados. Após anamnese, antropometria e questionário de atividade física habitual, os voluntários foram submetidos ao TC10m em velocidade usual. Por meio do tempo de teste, a VM, o número e comprimento dos passos e das passadas foram calculados. RESULTADOS: Com exceção da idade, todas as variáveis estudadas foram significativamente inferiores para as mulheres. Os indivíduos com idade >70 anos apresentaram VM significativamente inferior aos indivíduos entre 40 e 49 anos e entre 50 e 59 anos nos homens (1,09±0,18 m/s, 1,35±0,11 m/s e 1,34±0,22 m/s, respectivamente e nas mulheres (1,02±0,10 m/s, 1,27±0,20 m/s e 1,27±0,15 m/s, respectivamente. A VM apresentou correlações moderadas com a idade (r=-0,41, p

  1. Interferência mútua entre atividade visual e atividade motora em jovens e idosos Mutual interference between a visual and a motor task in young and elderly subjects

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia Pereira dos Santos Teixeira

    2008-01-01

    Full Text Available Como o envelhecimento provoca dificuldade na capacidade de dividir a atenção, este estudo visou verificar, em jovens e idosos: (1 a eventual interferência entre uma tarefa visual e uma motora; (2 se essa interferência (caso exista ocorre de forma diferente no desempenho de jovens e idosos; (3 se as tarefas propostas têm correlação com testes validados, de seqüência alfanumérica (TMT e de levantar e caminhar cronometrado (TLCC. A tarefa visual consistiu na verbalização do reconhecimento de duas figuras iguais ou diferentes apresentadas rapidamente. A tarefa motora consistiu na alternância de passos do chão a uma plataforma fixa de 10 cm de altura. As tarefas foram avaliadas isoladas (tarefa-simples e associadas (tarefa-dupla em dois grupos: 10 jovens (23±2,8 anos e 10 idosos (68,8±8,6 anos. Na tarefa visual, os jovens fizeram menos erros que os idosos (pSince aging brings about difficulty in dividing attention, this study aimed at verifying, in youth and aged: (1 the possible interference between a visual and a motor task; (2 whether such interference varies between young and elderly subjects; (3 whether there is correlation between the proposed tasks and the trail making test (TMT and the timed up-and-go test (TUGT. The visual task measured the ability to state whether two quickly presented figures were same or different. The motor task consisted on alternating steps from the ground to a 10 cm-high platform. Tasks were assessed both as single-task (isolated and dual-task (simultaneous in two groups: 10 young people (aged 23±2.8 and 10 elderly (aged 68.8±8.6. In the visual task, young volunteers presented less errors than the elderly (p<0.001; in both groups no increase in the number of errors was detected at dual-task when compared to the single-task. At the motor task the elderly presented lower speed in dual-task as compared to the single-task (p=0.009. TMT correlated positively to the number of alternations of step (p<0

  2. Análise de fatores extrínsecos e intrínsecos que predispõem a quedas em idosos Analysis of extrinsic and intrinsic factors that predispose elderly individuals to fall

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sionara Tamanini de Almeida

    2012-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar, em uma amostra de idosos de Porto Alegre, RS, os fatores intrínsecos e extrínsecos que predispõem ao risco de queda e fraturas. MÉTODOS: O estudo contou com uma amostra aleatória de 267 idosos, aos quais foram aplicados dois testes de equilíbrio: o Teste do Alcance Funcional (TAF e o Timed Up and Go Test (TUG. Os idosos também responderam a um questionário (13 questões divididas em quatro categorias sobre fatores sociodemográficos e sobre a saúde. RESULTADOS: Participaram idosos de ambos os sexos (76,8% mulheres com idades entre 60 e 90 anos (média = 70,22 anos; DP = ± 7,30 anos. Foram encontradas relações estatisticamente significativas (p OBJECTIVE: In a sample of elderly individuals from Porto Alegre - RS, Brazil, to analyze the intrinsic and extrinsic factors that predispose them to the risk of falls and fractures. METHODS: The study included a random sample of 267 elderly individuals, to whom two balance tests were applied: the Functional Reach Test (FRT and the Timed Up and Go Test (TUG. The elderly also answered a questionnaire (13 questions divided into four categories on sociodemographic and health factors. RESULTS: Elderly individuals from both genders (76.8% women, aged between 60 and 90 years (mean = 70.22 years, SD = ± 7.30 years participated in the study. A statistically significant association (p < 0.05 was found between age, self-perception of eyesight, type of dwelling, last monthly income, and the FRT; the same was found between age range, self-rated health (p < 0.001 and the TUG. CONCLUSION: It was identified that, in the sample of elderly individuals living in Porto Alegre - RS, Brazil, the intrinsic factors that predispose to the risk of falls and fractures are older age, poor self-perception of eyesight, and poor selfrated health; the extrinsic factors are type of dwelling (living in a house and a monthly income < one minimum wage.

  3. Factors associated to quality of life in active elderly Factores asociados a la calidad de vida en ancianos activos Fatores associados à qualidade de vida em idosos ativos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tiago da Silva Alexandre

    2009-08-01

    TODOS: Estudo com amostra de 120 idosos ativos participantes de duas universidades abertas à terceira idade, nas cidades de São Paulo e São José dos Campos (SP, entre 2005 e 2006. A qualidade de vida foi mensurada utilizando a versão brasileira e reduzida do World Health Organization Quality Of Life (WHOQOL-bref. As variáveis sociodemográficas, clínicas e funcionais foram medidas por meio do Mini Mental State Examination, Geriatric Depression Scale, Functional Reach, One Leg Balance Test, Timed Up and Go Test, Six-Minute Walking Test, Human Activity Profile e questionário complementar. Foi realizada a análise descritiva simples, o coeficiente de correlação de Pearson, o teste T para amostras não relacionadas, a análise de variância, a análise de regressão linear e o cálculo do fator de inflação da variância. O nível de significância para todos os testes foi fixado em 0,05. RESULTADOS: A análise de regressão linear mostrou relação independente e sem colinearidade entre os quatro domínios do WHOQOL-bref e sintomas depressivos avaliados pela Geriatric Depression Scale. Não possuir vida conjugal implicou melhor percepção no domínio social; desenvolver atividades de lazer e possuir renda superior a cinco salários mínimos implicou melhor percepção no domínio meio ambiente. CONCLUSÕES: O estado funcional não foi capaz de influenciar o comportamento da variável qualidade de vida nos modelos de análise em idosos ativos, ao contrário dos fatores psicológicos avaliados pela Geriatric Depression Scale e das características sociodemográficas como estado civil, renda e prática de atividades de lazer.

  4. A efetividade do treinamento auditivo formal em idosos usuários de próteses auditivas no período de aclimatização Formal auditory training efficiency in elderly during the acclimatization period

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elisiane de Crestani Miranda

    2007-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar a efetividade de um programa de treinamento auditivo formal em idosos usuários de próteses auditivas intraaurais no período de aclimatização. MÉTODOS: A amostra foi composta por 18 idosos (idade média: 71, 38 anos, de ambos os sexos, adaptados há uma semana com próteses auditivas intra-aurais binaurais. Os participantes foram randomizados em dois grupos: Grupo Experimental (submetidos ao treinamento auditivo e Grupo Controle (não submetidos ao treinamento auditivo. O Grupo Experimental participou de sete sessões de treinamento auditivo em cabina acústica, uma sessão por semana, com duração de 50 minutos cada. Os procedimentos de avaliação incluíram testes de reconhecimento de fala e questionário de auto-avaliação do handicap auditivo. Estes foram aplicados em duas oportunidades, antes (1ª avaliação e depois (2ª avaliação do treinamento auditivo no Grupo Experimental e na avaliação inicial e final do estudo no Grupo Controle. RESULTADOS: No Grupo Experimental, o Índice de Reconhecimento de Fala e Fala com Ruído Branco foram significantemente melhores após o treinamento auditivo (2ª avaliação. Já o estudo das relações sinal/ruído no teste de reconhecimento de sentenças no ruído revelou uma tendência (p-valor próximo a 0,05 de melhora na avaliação pós-treinamento. Observou-se nos idosos do Grupo Experimental que os resultados obtidos na 2ª avaliação não foram significantemente melhores aos obtidos no Grupo Controle em todos os testes. CONCLUSÃO: Pode-se concluir que um programa de reabilitação aural, incluindo treinamento auditivo formal beneficia os idosos no período de adaptação das próteses auditivas, bem como modifica o comportamento auditivo destes indivíduos.PURPOSE: To investigate the efficiency of a formal auditory training program in hearing aid wearers during the acclimatization period. METHODS: Eighteen subjects (mean age of 71.38 years old, male and female

  5. Estudo da presença de fatores de riscos intrínsecos para quedas, em idosos institucionalizados Study of intrinsic risk factors for falls in institutionalized elderly people

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ruth Losada de Menezes

    2008-08-01

    Full Text Available Esta pesquisa teve como objetivo identificar a presença de fatores intrínsecos que predispõem a quedas em idosos moradores em instituições de longa permanência na cidade de Goiânia (GO. Trata-se de estudo descritivo transversal realizado em seis instituições de longa permanência para idosos existentes na cidade de Goiânia. A amostra da investigação constou de 95 idosos que atenderam aos critérios de inclusão e exclusão. Utilizou-se um questionário contendo dados clínicos relacionados às condições de saúde-doença; dados cognitivos; avaliação da capacidade para as atividades básicas de vida diária e avaliação do equilíbrio e marcha. Os idosos avaliados, no geral, apresentam vários fatores de risco, apontados pela literatura, para quedas, tais como: relato de dificuldade motora em membros inferiores (90%, déficit visual (81,1%, uso de três ou mais medicamentos (59,7%, suspeita de depressão (37,9%, falta de equilíbrio em apoio unipodal (37,9% e altura do passo anormalmente diminuída (32,6%. As informações obtidas nos permitem apontar condições determinantes que aumentam a possibilidade dos eventos queda acontecerem na amostra estudada, sinalizando à necessidade de que estratégias de promoção de saúde, prevenção de agravos e reabilitação devam ser tomadas.The objective of this research was to identify intrinsic risk factors that predispose elderly people living in long-term institutions in the city of Goiânia (GO to falls. The present descriptive transversal study was carried out in six long-term institutions for seniors in the city of Goiânia. The investigated sample consisted of 95 elderly that fitted the inclusion and exclusion criteria. A questionnaire was used for collecting clinical data related to health-disease conditions; cognitive data; capacity to develop basic daily life activities and equilibrium and gait. In general terms, as pointed out the literature, the examined elderly presented

  6. Acesso a medicamentos de uso contínuo em adultos e idosos nas regiões Sul e Nordeste do Brasil Access to continuous-use medication among adults and the elderly in South and Northeast Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vera Maria Vieira Paniz

    2008-02-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi avaliar a prevalência de acesso a medicamentos de uso contínuo para tratar hipertensão arterial sistêmica, diabetes mellitus e/ou problemas de saúde mental e fatores associados. Foi desenvolvido estudo transversal no âmbito do Projeto de Expansão e Consolidação Saúde da Família (PROESF em 41 municípios do Sul e Nordeste do Brasil. A amostra incluiu 4.060 adultos e 4.003 idosos residentes na área das unidades básicas de saúde (UBS. A prevalência de acesso a medicamentos de uso contínuo em adultos foi de 81% e em idosos, 87%. O maior acesso entre os adultos da Região Sul esteve associado com maior idade, melhor nível econômico, tipo de morbidade crônica e participação em grupos na UBS; entre os adultos do Nordeste, com hipertensão arterial sistêmica exclusiva ou combinada com diabetes mellitus; entre os idosos do Sul, com maior escolaridade; entre os idosos do Nordeste, com maior idade, maior escolaridade, não fumantes, vínculo com a UBS e modelo de atenção Programa Saúde da Família (PSF. Os resultados revelam importante iniqüidade em saúde, reforçando a necessidade de políticas para ampliar o acesso principalmente para populações de menor poder aquisitivo.This study aimed to evaluate the prevalence of access to continuous-use medicines for treatment of systemic arterial hypertension, diabetes mellitus, and/or mental health problems, and the associated factors. A cross-sectional study was developed under the Project for the Expansion and Consolidation of the Family Health Program in 41 cities in South and Northeast Brazil. The sample included 4,060 adults and 4,003 elderly living in the coverage areas for primary health care clinics. Prevalence of access to continuous-use medicines was 81% in non-elderly adults and 87% in the elderly. Greater access was associated with the following factors: adults in South Brazil - older age, higher socioeconomic status, type of chronic disease, and

  7. Prognóstico da incompetência cronotrópica em idosos diabéticos à ecocardiografia sob estresse físico Prognostic value of chronotropic incompetence in elderly patients undergoing exercise echocardiography

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Silva Santana

    2013-05-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A incompetência cronotrópica (IC, definida como a incapacidade de atingir no esforço 80% da frequência de reserva esperada para a idade, é um fator preditor de mortalidade e eventos cardiovasculares e pode conferir pior prognóstico a grupos em expansão devido ao acelerado processo de envelhecimento populacional, como em idosos diabéticos. OBJETIVO: Avaliar o valor prognóstico da IC em idosos diabéticos considerando desfechos com infarto agudo do miocárdio (IAM, doença cerebrovascular (DCV e óbito geral, e comparar características clínicas e ecocardiográficas entre os que têm IC e os que não têm. MÉTODO: Foram estudados 298 pacientes idosos e diabéticos submetidos a ecocardiografia de estresse sob esforço físico (EF, de janeiro de 2001 a dezembro de 2010. Destes, 109 eram incompetentes cronotrópicos, grupo G1, e foram comparados aos competentes, grupo G2, quanto à ocorrência de eventos cardiovasculares, características clínicas e ecocardiográficas. RESULTADOS: O grupo G1, em relação ao grupo controle, apresentou maior frequência de DCV (9,2% × 3,2; p = 0,027 e maior frequência de óbito para aqueles que sofreram DCV ou IAM. Angina típica e dispneia prévias à realização da EF e sexo masculino foram mais frequentes no G1. A análise das variáveis ecocardiográficas demonstrou que o índice do escore de motilidade do ventrículo esquerdo (IEMVE de repouso e de esforço, o índice de massa do VE (ventrículo esquerdo e o diâmetro do AE (átrio esquerdo foram maiores entre os incompetentes cronotrópicos. CONCLUSÃO: A IC foi associada, de forma independente, à ocorrência de DCV em idosos diabéticosBACKGROUND: Chronotropic incompetence (CI, defined as failure to achieve less than 80% of age-expected heart rate, is a predictor of mortality and adverse cardiovascular events and may confer a worse prognosis in elderly diabetic individuals. OBJECTIVE: To evaluate the prognostic value of chronotropic

  8. Diagnóstico primário dos fatores de risco coronariano em idosos vinculados à estratégia saúde da família no interior do Rio Grande do Sul

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Micheli Beatriz Radtke

    2016-10-01

    Full Text Available Objetivo: estimar a prevalência de fatores de risco de doença coronariana em idosos de um município no interior do Rio Grande do Sul. Método: para a realização do presente estudo, utilizou-se a tabela de risco coronariano proposta pela Michigan Heart Association. Realizou-se um estudo com abordagem epidemiológica, observacional e com delineamento transversal em uma amostra calculada de 115 idosos, de ambos os sexos, na faixa etária média de 69,86 ±7,7 anos. Os dados foram submetidos à análise descritiva, através da média, desvio padrão e identificação do percentual da ocorrência do risco relativo, além disso, foi realizado o teste Mann-Whitney e o teste t pareado para comparação do risco coronariano entre as unidades de saúde e a frequência na dieta alimentar de alimentos ricos em gorduras saturadas e sódio. Resultados: o risco coronariano médio obtido foi de 31,23 ± 5,3 pontos, classificado pela Michigan Heart Association, como risco moderado. Não houve alteração significativa entre os sexos e as localidades, indicando que o risco coronariano é alto em todo território avaliado. A população apresentou dieta aterogênica, com consumo elevado de gordura saturada e sódio. De acordo com a ordem de prevalência, os fatores mais encontrados foram: percentual de gordura saturada na dieta, hereditariedade, sobrepeso, pressão arterial, sedentarismo e tabagismo respectivamente. Considerações finais: foram evidenciados casos de alto risco, alertando para a necessidade da elaboração e inserção de políticas de promoção de saúde, a fim de minimizar as possibilidades de ocorrência de eventos coronarianos, sobretudo em uma população idosa.

  9. Investigação da memória autobiográfica em idosos com Demência de Alzheimer nas fases leve e moderada Autobiographical memory investigation among aged Alzheimer's disease patients in mild and moderate stages

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Caroline Araújo Lemos

    2012-04-01

    Full Text Available O presente trabalho apresenta dados de pesquisa referentes à investigação de memória autobiográfica (MA em idosos com Demência de Alzheimer (DA nas fases leve e moderada. Participaram do estudo quarenta e quatro idosos, divididos em três grupos: DA leve (n = 15 e DA moderada (n = 15; e 14 idosos sem histórico de alterações neuropsiquiátricas que constituíram o grupo Controle. Utilizou-se na avaliação da memória autobiográfica versão reduzida do Teste de Memória Autobiográfica (TMA e do Questionário de Memória Autobiográfica (QMA. Os dados evidenciaram diferenças significativas entre os grupos representantes da variável independente (estados leve e moderado de DA e o grupo Controle, tendo-se verificado neste grupo maior número de memórias específicas, com elevada intensidade vivencial das características fenomenais da recordação, quando comparado aos grupos com DA. Tais dados permitem concluir que alterações na MA em sujeitos com DA podem ser observadas desde a fase inicial da doença, tanto no que diz respeito à capacidade de especificar a recordação, quanto com relação às características fenomenais da lembrança.This research investigated autobiographical memory (AM in elderly individuals having Alzheimer's disease (AD in mild and moderate stages. 44 aged persons participated in this research, divided in three sub-samples: AD in mild stage (n = 15, AD in moderate stage (n = 15 and subjects without morbid indication of AD (control group. A short version of Autobiographical Memory Test (AMT and Autobiographical Memory Questionnaire were used for memory evaluation. Data showed significant differences between AD (mild and moderate and Control groups, the former being able to recall a greater number of specific memories, along with elevated emotional intensity in phenomenal qualities of these memories, when compared to the other two AD groups. These findings allow the main conclusion that changes in

  10. Concordância de observações sobre a capacidade funcional de idosos em assistência domiciliar Agreement between observations on the functional capacity of home care elderly patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Natalia Aquaroni Ricci

    2005-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar o grau de concordância entre as medidas obtidas a partir da percepção do cuidador e a observação direta do profissional da área da saúde quanto ao desempenho das atividades de vida diária de idosos em programa de assistência domiciliária. MÉTODOS: Foram feitas observações do desempenho em 40 idosos e entrevistas com seus respectivos cuidadores. Durante a visita domiciliar, os dados quanto à percepção do cuidador foram coletados por meio do instrumento Medida de Independência Funcional (MIF, respondido a um observador independente. O idoso foi observado pelo profissional da saúde quanto à sua capacidade funcional com observação direta da MIF, em relação às seis dimensões que esse instrumento contempla: autocuidados, controle de esfíncteres, transferências, locomoção, comunicação e cognição social. RESULTADOS: O coeficiente de correlação intraclasse mostrou concordância excelente para todas as dimensões, sendo que a MIF total obteve o escore mais alto (0,95. Somente as dimensões "autocuidados" e "transferências" apresentaram viés entre as medidas (teste do sinal: pOBJECTIVE: To assess the agreement between measures of caregiver's perception and health provider's direct observation of performance in daily living activities among home care elderly patients. METHODS: Performance observations were carried out among 40 elderly patients and their respective caregivers were interviewed. During home visits, data on caregiver's perception were collected by an independent observer using the Functional Independence Measure (FIM instrument. Health providers evaluated elderly patients on their functional capacity in six dimensions: self-care, sphincter control, mobility, walking, communication and social cognitive skills. RESULTS: Intraclass correlation coefficient (ICC showed an excellent agreement in all dimensions and the highest total FIM score was 0.95. Only the dimensions self-care and mobility

  11. Consumo de nutrientes em adultos e idosos em estudo de base populacional: Projeto Bambuí Nutrient consumption by adults and seniors in a population-based study: the Bambuí Project

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Cristine Souza Lopes

    2005-08-01

    Full Text Available Inquérito alimentar populacional em amostra aleatória de 550 indivíduos > ou = 18 anos, realizado em Bambuí, Minas Gerais, Brasil, utilizando o Questionário Semiquantitativo de Freqüência Alimentar e recordatório 24 horas calibrados pela técnica de regressão linear. A análise constou de comparação de médias, teste de qui-quadrado e razão de adequação do nutriente (RAN-adequada: 90,0-110,0%. Foi baixo o percentual da população que apresentou RAN de acordo com o recomendado para consumo de carboidratos (2,4%, proteínas (17,6%, vitaminas (0,0-5,1% e minerais (0-21,1%. Diferenças de acordo com sexo e idade foram encontradas: 90,2% e 91,8% de mulheres apresentaram baixo consumo de ferro e vitamina B6, respectivamente. Ao contrário, 87,7% dos homens relataram consumo excessivo de ferro, 80,3% de fósforo e 11,9% de colesterol. Quanto à idade, 64,3% de idosos (> 60 anos relataram baixa ingestão protéica e 39,3% apresentavam inadequação das frações lipídicas; sendo que 35,7% informaram consumo excessivo de ácidos graxos saturados. Dos adultos (18-59 anos, 67,8% relataram excessivo consumo protéico e 53,4% ingestão insuficiente de ferro. Alto e inadequado consumo de lipídios e baixa ingestão de fibras, vitaminas e minerais, constituem problema importante de saúde pública por possivelmente contribuir para o aumento das doenças crônicas não transmissíveis.A nutritional survey was performed in a random sample of 550 individuals ( > or = 18 years in Bambuí, Minas Gerais State, Brazil, using the Semi-Quantitative Food Frequency Questionnaire calibrated with 24-hour recall. Comparisons used means, proportions, and the nutrient adequacy ratio (NAR: 90.0-110.0%. Adequate intake was reported in only 2.4% of the individuals for carbohydrate, 17.6% for protein, 0.0 to 5.1% for vitamins, and 0.0 to 21.1% for minerals. NAR was influenced by gender and age: 90.2% and 91.8% of women presented low iron and B6 vitamin intake

  12. Arenas de conflito em torno do cuidado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guita Grin Deber

    2014-06-01

    Full Text Available O texto explora as arenas de conflito em torno do cuidado em asilos. Equipe técnica, cuidadoras e idosos dependentes constituem uma configuração específica da vida nessas instituições. Trata-se de analisar o modo pelo qual a questão é abordada por Pascal Molinier no artigo "Interseccionalidade, cuidado e feminismo", tendo como contraponto minha pesquisa sobre mulheres imigrantes cuidadoras de idosos na Itália e o emprego doméstico no Brasil.

  13. Impacto do agachamento em superfície estável e instável sobre o equilíbrio estático e dinâmico de idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    P.C.R. Silva

    2017-12-01

    Full Text Available Resumo: Objetivo: O objetivo do presente estudo foi investigar o efeito agudo de uma única série de agachamento realizado em uma superfície estável e outra instável sobre o equilíbrio estático e dinâmico de idosos. Método: O estudo do tipo experimental contou com 30 idosos (66.4 ± 6.2 anos de ambos os sexos. Os idosos foram submetidos aos testes de apoio tandem (equilíbrio estático, com e sem privação visual, e ao Four Square Step Test (equilíbrio dinâmico. Em seguida, de forma aleatória, os idosos foram divididos em 2 grupos, onde um grupo executou 10 repetições de agachamento em superfície estável e outro grupo em superfície instável. Após um minuto, os idosos realizaram novamente os testes de equilíbrio. Sete dias após, os idosos realizaram o mesmo procedimento, no entanto, inverteram o tipo de superfície do agachamento. O teste de Wilcoxon foi utilizado para comparar os valores pré e pós‐intervenção. O nível de significância adotado foi de p < 0.05. Resultados: No teste de equilíbrio estático, somente na situação com privação visual foram encontradas diferenças significativas, tanto após o agachamento estável (p = 0.015 como no instável (p = 0.003. Já no equilíbrio dinâmico, apenas após o agachamento instável foi observada diferença significativa (p = 0.026. Ambas as diferenças representam melhoras no desempenho dos testes. Conclusão: Conclui‐se que a intervenção em superfície instável apresentou melhores impactos no desempenho do equilíbrio dos idosos do presente estudo. Desta forma, ressaltamos a importância da avaliação do equilíbrio na população idosa, para assim direcionar um programa de treinamento mais adequado para essa população. Resumen: Objetivo: El objetivo del presente estudio fue investigar el efecto

  14. Prevalência de dependência em idosos e fatores de risco associados Prevalencia de dependencia en ancianos y factores de riesgo asociados Prevalence of dependency and associated risk factors in the elderly

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mayara Rocha Siqueira Sudré

    2012-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar a prevalência de dependência entre idosos assistidos por equipes da Estratégia Saúde da Família na cidade de Cuiabá (MT e os fatores de risco associados. MÉTODOS: Estudo com delineamento transversal, tipo inquérito. A amostra estudada foi de 352 idosos com a coleta de dados realizada em seus domicílios entre os meses de junho e setembro de 2010, utilizando questionário, Índice de Katz e Escala de Lawton e Brody. RESULTADOS: A prevalência de dependência entre os idosos foi de 38,6%. A análise estatística mostrou que as características sociodemográficas e de saúde estavam associadas significativamente à dependência e ocorreram vários graus de razão de prevalência da dependência entre os idosos. CONCLUSÃO: A prevalência de dependência de 38,6% identificada entre os idosos participantes do estudo foi superior à encontrada em estudos semelhantes e sugere que essa dependência sofra influência das características sociodemográficas e de saúde apresentadas por esses idosos.OBJETIVO: Verificar la prevalencia de dependencia en ancianos asistidos por equipos de la Estrategia Salud de la Familia en la ciudad de Cuiabá (MT y los factores de riesgo asociados. MÉTODOS: Se trata de un estudio de tipo transversal, contencioso. La muestra estudiada fue de 352 ancianos cuyos datos fueron recolectados en sus domicilios entre los meses de junio y setiembre del 2010, utilizando un cuestionario, Índice de Katz y Escala de Lawton y Brody. RESULTADOS: La prevalencia de dependencia entre los ancianos fue de 38,6%. El análisis estadístico mostró que las características sociodemográficas y de salud estaban asociadas significativamente a la dependencia y ocurrieron varios grados de razón de prevalencia de dependencia entre los ancianos. CONCLUSIÓN: La prevalencia de dependencia del 38,6% identificada entre los ancianos participantes en el estudio fue superior a la encontrada en estudios semejantes y sugiere que

  15. Sintomas de estresse e estratégias de coping em idosos saudáveis Síntomas de estrés y estrategias de coping en ancianos saludables Stress symptoms and coping strategies in healthy elderly subjects

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Nery de Souza Talarico

    2009-12-01

    Full Text Available Idosos podem manifestar sintomas de estresse em decorrência das mudanças biopsicossociais do envelhecimento. O objetivo deste estudo foi identificar sintomas de estresse em idosos e o estilo de coping utilizado por eles, verificando a relação entre estas variáveis. Foram aplicados a Lista de Sintomas de Stress (LSS e o Inventário de Coping de Jalowiec, em 41 idosos saudáveis. Os idosos apresentaram sintomas de estresse, com intensidade média de 42.8 pontos. Observou-se predomínio do coping focado no problema, porém não houve diferença significativa entre as médias dos escores do LSS entre os indivíduos que utilizaram coping focado no problema ou na emoção (p=0.737. Neste estudo, embora os idosos tendessem a eleger o coping focado no problema, a intensidade dos sintomas de estresse independeu do tipo de coping utilizado, evidenciando que tanto o coping focado no problema como o focado na emoção estão associados a níveis semelhantes de estresse.Los ancianos pueden manifestar síntomas de estrés como consecuencia de los cambios biopsicosociales del envejecimiento. El objetivo de este estudio fue identificar síntomas de estrés en ancianos y el estilo de coping utilizado por ellos, verificando la relación entre estas variables. Fueron aplicados la Lista de Síntomas de Estrés (LSS y el Inventario de Coping de Jalowiec, en 41 ancianos saludables. Los ancianos presentaron síntomas de estrés, con intensidad promedio de 42.8 pontos. Se observó el predominio del coping enfocado en el problema, sin embargo no hubo diferencia significativa entre los promedios de los puntajes del LSS entre los individuos que utilizaron el coping enfocado en el problema o en la emoción (p = 0.737. En este estudio, a pesar de que los ancianos tendieron a escoger el coping enfocado en el problema, la intensidad de los síntomas de estrés fue independiente del tipo de coping utilizado, evidenciando que tanto el coping enfocado en el problema como el

  16. Autopercepção da saúde e desempenho cognitivo em idosos residentes na comunidade Self-perception of health and cognitive performance in community-dwelling elderly

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Helena Machado de Freitas

    2010-01-01

    Full Text Available CONTEXTO: A autopercepção de saúde contempla vários aspectos da saúde física, cognição e capacidade funcional. OBJETIVO: Comparar idosos com e sem evidência de declínio cognitivo/demência quanto a autopercepção de saúde e variáveis sociodemográficas, destacando as variáveis associadas à autopercepção de saúde positiva e negativa dentro destes grupos. MÉTODOS: Noventa e oito idosos residentes na comunidade foram avaliados em visitas domiciliares para este trabalho. A avaliação cognitiva e funcional foi feita por meio da aplicação do Mini-Exame do Estado Mental (MEEM, do Teste do Desenho do Relógio (TDR, da Escala de Demência de Blessed (EDB e do Questionário do Informante de Declínio Cognitivo em Idosos (IQCODE. A autopercepção da saúde foi avaliada por intermédio de um questionário adaptado do Brazil Old Age Schedule. RESULTADOS: Vinte e seis idosos (26% apresentaram quadro de declínio cognitivo. Autopercepção de saúde negativa e menor participação em atividades físicas e recreativas se associaram significativamente a declínio cognitivo nesta amostra (p = 0,006, p = 0,05, p = 0,03, respectivamente. No grupo de sujeitos sem evidência de declínio cognitivo, a história prévia de eventos cerebrovasculares se relacionou à maior frequência de autopercepção negativa da saúde. CONCLUSÃO: A autopercepção negativa da saúde está relacionada ao provável diagnóstico de demência. Nos idosos com declínio cognitivo, a autopercepção positiva de saúde associa-se a quadros mais graves, refletindo possivelmente menor insight quanto ao estado mórbido.BACKGROUND: The self-perception of health can approach several aspects of physical health, cognition and functional abilities. OBJECTIVE: To compare elderly subjects wit and without evidence of cognitive decline in relation to health self-perception and socio-demographic variables, highlighting the variables associated with positive or negative health self

  17. Associação entre déficit visual e aspectos clínico-funcionais em idosos da comunidade Association betwee