WorldWideScience

Sample records for contadas por mulheres

  1. Zorrozaurre: las horas contadas

    OpenAIRE

    Llamas Sánchez, Miguel

    2016-01-01

    Zorrozaurre, las horas contadas, trata sobre el distrito bilbaíno protagonista de un macroproyecto urbanístico, centrándose en su pasado industrial y algunas de sus construcciones más emblemáticas.

  2. O "morar" em hospital psiquiátrico: histórias contadas por familiares de ex-"moradores"

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carina Furlaneto Frazatto

    2013-06-01

    Full Text Available Este estudo teve como objetivo conhecer as histórias de ex-"moradores" de hospital psiquiátrico na visão de seus familiares. Por meio de uma pesquisa de campo de caráter exploratório entrevistamos alguns familiares de ex-"moradores" de hospital psiquiátrico, os quais descreveram o trajeto percorrido. As histórias possibilitaram delinear os caminhos que levaram essas pessoas a se tornarem "moradoras" de hospital psiquiátrico, o que esse fato lhes acarretou e o que lhes possibilitou retornar ao lar. A recorrência e longevidade da internação psiquiátrica dos "moradores" provocaram perda de papéis sociais e de laços afetivos, além de sinais de cronificação do transtorno mental, reforçando que o modelo manicomial acarreta agravos que poderiam ser evitados com o tratamento em consonância com os preceitos da atenção psicossocial. Neste modelo não há lugar para o "morar" em um hospital psiquiátrico tradicional, mas leitos em hospital geral para permanência pelo menor tempo possível, como determinam a Lei 10.216, de 06 de abril de 2001, e a Portaria 3.088, de 23 de dezembro de 2011.

  3. Largada pelo marido! O estigma vivido por mulheres em Tianguá-CE

    OpenAIRE

    Moreira, Virginia; Guedes, Dilcio

    2007-01-01

    Este artigo descreve um estudo sobre a vivência de rompimento do casamento de mulheres deixadas por seus maridos. Teve como objetivo compreender como mulheres de Tianguá - CE - Brasil vivenciavam a ruptura da relação, descrevendo os fatores reconhecidos como agentes do rompimento da relação amorosa. A partir da experiência vivida morando em Tianguá, nossa hipótese era que essas mulheres vivenciavam o rompimento como uma experiência estigmatizada de desestruturação de sua vida pessoal. Utiliza...

  4. A delinquência juvenil contada por ambos os géneros: Estudo qualitativo sobre o crime, a violência e a mudança

    OpenAIRE

    Martins, Raquel Oliveira

    2009-01-01

    A delinquência juvenil é, actualmente, um fenómeno crescente que tem um impacto directo nas nossas sociedades. Estes adolescentes encontram no crime e na violência um escape de uma história de vida marcada pelo sofrimento psíquico e por vivências traumáticas, nomeadamente ao nível familiar. Muitos estudos centram-se na delinquência juvenil masculina, mas será que as raparigas delinquentes olham da mesma forma para o crime e a violência, característicos do seu comportamento deli...

  5. O consumo de benzodiazepínicos por mulheres idosas

    OpenAIRE

    Reginaldo Teixeira Mendonça; Antonio Carlos Duarte de Carvalho

    2005-01-01

    Las benzodiazepinas están entre los medicamentos más consumidos, principalmente por mujeres adultas mayores. A través de entrevistas semiestructuradas a dieciocho (18) mujeres ancianas, pacientes psiquiátricas del Núcleo de Salud Mental del Centro de Salud Escuela de la FMRP-USP, nos propusimos mostrar sus concepciones sobre las benzodiazepinas y la interacción de factores biológicos, sociales y culturales involucrados en la dependencia a estos medicamentos. Concluimos que el c...

  6. TENTATIVA DE SUICÍDIO EM MULHERES POR QUEIMADURAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jamile de Souza Pacheco

    2010-01-01

    Full Text Available Las quemaduras son lesiones potencialmente graves, pues además de tener altos niveles de morbilidad y mortalidad, pueden acarrear secuelas psicológicas y sociales. El objetivo de este estudio fue identificar los casos de intento de suicidio debido a quemaduras ocurridas en mujeres, en un Centro de Tratamiento de Quemados; describir el perfil social — económico de esas mujeres y evaluar los factores relacionados a la tentativa de suicidio debida a quemaduras en mujeres. El enfoque metodológico de este estudio es de investigación, de tipo cualitativo y prospectivo. Se utilizó como técnica para la recogida de los datos, el cuestionario, así como un plan de entrevista, realizados a cuatro mujeres en el Centro de Tratamiento de Quemados (CTQ del hospital en estudio. El grupo de edad más afectado fue de adolescentes y adultas jóvenes, que no tenían unión estable. Se indicaron como motivos de la tentativa de suicidio la depresión, los conflictos conyugales y el luto. La tentativa de suicidio es un acto que es más cometido por mujeres, porque son consideradas más vulnerables, son más propensas a tomar tal decisión.

  7. Estratégias de enfrentamento da incontinência urinária por mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rita de Cássia Altino Delarmelindo

    2013-04-01

    Full Text Available Este artigo é parte de uma pesquisa qualitativa mais abrangente que utilizou como referencial teórico-metodológico a Grounded Theory e o Interacionismo Simbólico, resultando no modelo teórico denominado Entre o sofrimento e a esperança: a reabilitação da incontinência urinária como componente interveniente. Com a intenção de comunicar todo o conhecimento produzido, apresenta-se parte desse modelo, referente ao processo de enfrentamento da incontinência urinária por mulheres sem perspectivas de acesso ao tratamento cirúrgico, após falha dos procedimentos conservadores. Ao inter-relacionar os componentes (categorias e subcategorias relativos à experiência dessas mulheres, buscando compará-los e analisá-los para compreender a interação entre eles, notou-se vulnerabilidade moral e psicossocial no movimento da experiência do grupo, suscetibilizando-o a riscos à saúde e ao comprometimento da qualidade de vida. Pesquisas são necessárias para aprofundar a compreensão de experiências em que haja barreira ao tratamento cirúrgico por descrédito do profissional médico sobre sua efetividade.

  8. Violência sexual por parceiro íntimo entre homens e mulheres no Brasil urbano, 2005

    OpenAIRE

    Schraiber,Lilia Blima; D'Oliveira,Ana Flávia P L; França Junior,Ivan

    2008-01-01

    OBJETIVO: Estimar a prevalência de violência sexual por parceiro íntimo entre homens e mulheres da população urbana brasileira e fatores a ela associados. MÉTODOS: Os dados analisados fazem parte de pesquisa realizada em 1998 e 2005 no Brasil, em população urbana. Os dados foram obtidos por meio de questionários aplicados a amostra representativa de 5.040 indivíduos, homens e mulheres de 16 a 65 anos. Análise descritiva foi realizada com dados ponderados, usando-se os testes F design-based, c...

  9. Adrenalina Futebol Clube: sobre amizade e rivalidade no futebol praticado por mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Caroline Almeida

    2013-03-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/2178-4582.2012v46n2p481 Conferindo importância para a diversidade de intencionalidades e trajetórias de mulheres praticantes de futebol para fazer parte da constituição de um grupo, o presente texto se propõe a significar as categorias de amizade e rivalidade as quais são colocadas em constante tensionamento em uma equipe da cidade de Florianópolis,Santa Catarina. Através de algumas ferramentas etnográficas assinalamos como a noção de projeto é reconfigurada por estas duas categorias. Assim, o futebol e suas praticantes passam a exercer possibilidades de invenção de existência, bem distante dos tempos de sua proibição.

  10. Associação entre violência por parceiro íntimo contra a mulher e infecção por HIV

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudia Barros

    2011-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a associação entre a violência por parceiro íntimo contra mulheres e a infecção ou suspeita de infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV. MÉTODOS: Estudo transversal com base em dados de questionários aplicados face-a-face e de prontuários médicos de 2.780 mulheres de 15 a 49 anos, atendidas em unidades do sistema único de saúde da Grande São Paulo, SP, em 2001-2002. As mulheres foram categorizadas em: usuárias em tratamento por serem "soropositivas para o HIV", com "suspeita de HIV" e aquelas que procuraram os serviços por outros motivos. A violência por parceiro íntimo contra mulheres na vida foi categorizada por gravidade e recorrência dos episódios de violência. A associação com o desfecho foi testada pelo modelo de Poisson com variância robusta e ajustada por variáveis sociodemográficas, sexuais e reprodutivas. RESULTADOS: A prevalência de violência foi de 59,8%. Sofrer violência reiterada e grave apresentou maior associação de infecção confirmada pelo HIV (RP = 1,91. A violência independente da gravidade e da recorrência dos episódios apresentou maior associação para a suspeita de infecção por HIV (RP = 1,29. CONCLUSÕES: A violência por parceiro íntimo contra mulheres tem papel relevante nas situações de suspeita e confirmação da infecção pelo HIV, sendo essencial incluir sua detecção, controle e prevenção como parte da atenção integral à saúde das mulheres.

  11. Composição corporal por absorciometria radiológica de dupla energia de mulheres com fibromialgia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Maria Marques Teles Lobo

    2014-07-01

    Full Text Available Objetivos: Avaliar a composição corporal de mulheres com fibromialgia (FM em relação ao valor de referência para mulheres saudáveis. Pacientes e Métodos: Estudo transversal observacional, composto por 52 mulheres diagnosticadas com fibromialgia conforme os critérios do American College of Rheumatology (ACR, 1990, selecionadas no Ambulatório de Fibromialgia do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná (HC-UFPR. As pacientes voluntárias foram divididas em dois grupos, 28 pacientes com Índice de Massa Corporal (IMC igual ou superior (≥ a 25 kg/m2, e 24 pacientes com IMC igual ou inferior (≤ a 24,99 kg/m2 e submetidas ao exame físico para a contagem dos tender points (TP, além de preencherem o questionário de impacto da fibromialgia (FIQ. A avaliação da composição corporal foi realizada por meio da Absorciometria Radiológica de Dupla Energia (DXA. Os valores do percentual de massa gorda (% de MG, encontrados nos dois grupos, foram comparados ao percentual médio de MG por idade e sexo, descrito por Heward (2004. Resultados: A idade média dos grupos pesquisados foi de 47,8 ± 8,6 anos, o score do FIQ foi de 70,5 ± 18,6 e TP 16,2 ± 2,0. O IMC médio foi de 26,4 ± 4,1 kg/m2, e a quantidade de MG foi de 25,2 ± 7,8 kg ou 39,5% ± 6,8%, e de massa magra (MM foi de 37,2 ± 3,7 kg ou 60,4% ± 7,3%. No grupo com IMC ≤ 25 kg/m2 o percentual de MG foi de 33,8% (21,5 - 42,4, e no grupo com IMC ≥ 25 kg/m2 o percentual de MG foi de 44,4% (37,6 - 56,2. Conclusão: Tanto mulheres com FM eutróficas quanto as com sobrepeso e obesas apresentaram percentual de MG acima dos valores de referência de mulheres saudáveis.

  12. Vivendo com o diabetes: a experiência contada pela criança Viviendo con la diabetes: la experiencia relatada por niños Living with diabetes: the experience as it is told by children

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia Luciana Moreira

    2006-02-01

    Full Text Available O diabetes mellitus como uma doença crônica exige adaptação nos âmbitos psicológico, social e físico. Este estudo tem por objetivo compreender a experiência da criança na vivência com a doença. Os referenciais teórico e metodológico utilizados foram o Interacionismo Simbólico e a Teoria Fundamentada nos Dados, respectivamente. Entrevistou-se 12 crianças na faixa etária entre 7 e 14 anos. Um total de 7 temas foram identificados nos dados coletados, sendo eles: "Vivendo algo inesperado", "Enfrentando uma dura realidade", "Tendo medo do que está acontecendo", "Vivendo sob controle", "Tentando adaptar-se à nova realidade", "Amadurecendo com a convivência", "Olhando para a doença de um jeito diferente". A vivência com o diabetes é algo que a criança enfrenta a cada dia, desde o momento do diagnóstico, tendo limitações na dieta, a inserção da insulinoterapia, a mudança no estilo de vida, fatos esses que desencadeiam sentimentos que oscilam entre medo, insegurança, revolta, aceitação e adaptação.La diabetes mellitus es una enfermedad crónica que exige adaptación en los ámbitos psicológico, social y físico. El presente trabajo tuvo como objetivo comprender la experiencia del niño viviendo con la enfermedad. Los referenciales teórico y metodológico utilizados fueron el Interaccionismo Simbólico y la Teoría Fundamentada en los Datos, respectivamente. Entrevistamos niños con las edades de 7 hasta 14 años. Un total de 7 temas fueron identificados en los datos recopilados, siendo ellos: "Viviendo algo inesperado", "Enfrentando una dura realidad", "Sintiendo miedo sobre lo que está pasando", "Viviendo bajo control", "Intentando adaptarse a la nueva realidad", "Madurando con la convivencia", "Mirando la enfermedad de una manera diferente". La vivencia con la diabetes es algo que el niño enfrenta cada día, desde el momento del diagnóstico, teniendo limitaciones en la dieta, la inserción de la insulinoterapia

  13. O cinema como pedagogia cultural: significações por mulheres idosas Cinema as cultural pedagogy: meanings by elderly women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wânia Ribeiro Fernandes

    2010-04-01

    Full Text Available Este artigo, fundamentado no campo dos estudos culturais - sobretudo em noções foucaultianas - e dos estudos feministas, analisa a contribuição do cinema na formação das identidades de gênero de mulheres idosas. Após breve discussão de aspectos relacionados à cultura, ao poder e à conformação das identidades de gênero, buscamos identificar, através das produções discursivas, significados construídos por um grupo de mulheres idosas sobre filmes a que assistiram em sua juventude, evidenciando os efeitos que os discursos dessa mídia exerceram na construção e na produção identitária dessas mulheres.Using the theoretical reference of the cultural studies- mainly some foucauldian and feminist studies notions- this paper focuses upon the influence of films on the construction of gender identities. After a brief discussion on aspects of culture, power and identities formation, the meanings established by a group of elderly women on films they have attended during their youth are analyzed. We bring into evidence the effects that thediscourses present in that media had upon those women's identitary construction and production.

  14. Sentidos do trabalho apreendidos por meio de fatos marcantes na trajetória de mulheres prostitutas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Késia Aparecida Teixeira Silva

    2015-12-01

    Full Text Available O trabalho, que antes era visto apenas como meio de sobrevivência e acúmulo de riqueza, tornou-se uma das principais dimensões da vida humana, fazendo com que os indivíduos sejam identificados mediante as atividades que realizam. Assim, o trabalho adquiriu um novo sentido para os indivíduos, uma vez que a realização pessoal está intimamente relacionada ao seu reconhecimento perante a sociedade. Diversos estudos têm abordado o trabalho por meio dos sentidos que os trabalhadores atribuem à atividade que realizam, como é o caso da presente pesquisa que investiga os sentidos produzidos por uma categoria distante das profissões formais: as prostitutas. Nesse intuito, objetiva-se apreender os sentidos subjetivos produzidos por mulheres que atuam na prostituição em boates no interior de Minas Gerais. Para tanto, buscou-se, inicialmente, contextualizar a prostituição como profissão, desvendar a trajetória das participantes e sua inserção nessa atividade e levantar os sentidos subjetivos relacionados ao trabalho na prostituição. Participaram da pesquisa seis prostitutas que trabalham em boates. O levantamento dos dados deu-se por meio de uma entrevista focando especificamente um fato marcante na trajetória profissional dessas mulheres. Optou-se pelo estudo de natureza qualitativa baseada na Epistemologia Qualitativa (Rey, 2005 e as análises foram fundamentadas pela acepção de sentido subjetivo. O autor defende que entre o pensamento e a linguagem está a emoção, e que por isso nem sempre os sentidos subjetivos podem ser captados nas expressões diretas do sujeito. Ao final, apreendeu-se sentidos subjetivos relacionados ao trabalho na prostituição que relacionam-se à violência, aborto induzido, abandono, desconfiança, preconceito, discriminação, humilhação, medo, insegurança e solidão. A análise dos sentidos subjetivos das prostitutas frente ao trabalho que realizam mostrou-se oportuna para o entendimento de

  15. Mulheres em situação de violência pelo parceiro íntimo: tomada de decisão por apoio institucional especializado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leônidas de Albuquerque Netto

    Full Text Available RESUMO Objetivo Propõe-se analisar fatores envolvidos na tomada de decisão de mulheres em situação de violência interpessoal, praticada pelo parceiro íntimo, na busca por apoio institucional de referência. Métodos Pesquisa qualitativa, descritiva e exploratória. Dezesseis mulheres foram entrevistadas, entre junho e setembro de 2012, em um Centro de Referência à Mulher de Duque de Caxias, Rio de Janeiro, Brasil, por meio de instrumento semiestruturado e individual. Os relatos foram analisados pelo método do Discurso do Sujeito Coletivo. Resultados As mulheres buscaram suporte psicossocial quando a violência interpessoal alcançou o limite da tolerância. Este suporte possibilitou o resgate da autoestima e da confiança, além da tomada de consciência para a necessidade de mudança de vida e de autonomia econômica. Conclusões As mulheres alcançaram sua autoconfiança com a superação da violência, o que possibilitou o resgate da autoestima e a tomada de decisão para a saída da situação de violência interpessoal praticada pelo parceiro íntimo.

  16. Prevalência de obesidade visceral estimada por equação preditiva em mulheres jovens pernambucanas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marina de Moraes Vasconcelos Petribú

    2012-04-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: O acúmulo de gordura visceral é considerado o principal fator de risco para doenças cardiovasculares e metabólicas. OBJETIVO: Determinar a prevalência de obesidade visceral e avaliar sua associação com fatores de risco cardiovasculares em mulheres jovens do Estado de Pernambuco. MÉTODOS: Estudo transversal, realizado com dados da "III Pesquisa Estadual de Saúde e Nutrição", envolvendo mulheres entre 25 e 36 anos. Avaliaram-se as variáveis: Índice de Massa Corporal (IMC, Circunferência da Cintura (CC, Razão Cintura-Estatura (RCE, Volume de Gordura Visceral (VGV estimado por equação preditiva, Pressão Arterial Sistólica e Diastólica (PAS, PAD, Colesterol Total (CT, Triglicerídeo (TG, Glicemia de Jejum (GJ. RESULTADOS: Foram avaliadas 517 mulheres, com mediana de idade de 29 anos (27-32 e prevalência de obesidade visceral de 30,6%. Valores de IMC, PAS, PAD e TG foram superiores no grupo com obesidade visceral: IMC = 28,0 kg/m² (25,0 - 21,4 vs 23,9 kg/m² (21,5 - 26,4; PAS = 120,0 mmHg (110,0 - 130,0 vs 112,0 mmHg (100,0 - 122,0; PAD = 74 mmHg (70 - 80 vs 70 mmHg (63 - 80; TG = 156,0 mg/dL (115,0 - 203,2 vs 131,0 mg/dL (104,0 - 161,0, respectivamente, p < 0,01. Idade, PAS, PAD, TG e CT apresentaram correlação positiva e significante com o VGV: r = 0,171; 0,224; 0,163; 0,278; 0,124; respectivamente, p < 0,005. CONCLUSÃO: Verificou-se uma elevada prevalência de obesidade visceral, estando estatisticamente correlacionada a fatores de risco cardiovasculares.

  17. Mulheres fazendo música: a aprendizagem musical por meio do violão em grupo.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucielle Farias Arantes

    2007-10-01

    Full Text Available Trata-se de um relato de experiência, que tem por intuito demonstrar o emprego simultâneo e a funcionalidade de três pressupostos metodológicos: ensino instrumental em grupo, modelo (TEC(LA de Keith Swanwick e abordagem Multi-Modal de Marion Verhaalen, quando do processo de ensino-aprendizagem musical de um grupo formado por cinco mulheres. Tal processo se deu mediante a realização de um minicurso que contou com o violão como instrumento musicalizador e privilegiou a experiência musical direta. Além de auxiliar na sistematização dos conteúdos e na tomada de decisão em função das dificuldades apresentadas pelas alunas, a combinação das metodologias favoreceu o maior dinamismo nas aulas, a descontração e integração do grupo. Com o minicurso, as alunas demonstraram o desenvolvimento de habilidades musicais diversas e, principalmente, a satisfação em sentir e fazer música.

  18. Morbidade referida e uso dos serviços de saúde por mulheres trabalhadoras, município de São Paulo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gomes Keila R O

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: O trabalho tem sido incorporado ao cotidiano das mulheres, levando-as a realizar dupla jornada e conciliar múltiplos papéis. Assim, realizou-se estudo para conhecer as queixas de morbidade e o uso dos serviços de saúde pela mulher trabalhadora. MÉTODOS: Estudou-se, por meio de inquérito domiciliar, morbidade aguda (30 dias antes da coleta de dados e crônica referida por população de 1.157 mulheres, na faixa etária de 10 a 49 anos, residentes na Região Sul do município de São Paulo. Os dados foram coletados de janeiro de 1992 a janeiro de 1993. Analisou-se a relação entre ter ou não atividade remunerada e idade, situação conjugal, escolaridade e nível social, baseado na ocupação informada pela mulher. RESULTADOS: Verificou-se que houve maior freqüência de queixa de morbidade aguda ou crônica entre mulheres que informaram ter atividade remunerada. Também foi entre essas mulheres que houve tendência à menor freqüência de procura por atendimento médico motivada pelo problema de saúde referido. As doenças respiratórias, em especial as gripes (72/1.000, foram as queixas agudas mais prevalentes, seguidas das queixas de dor abdominal e pélvica (13,2/1.000 cefaléia (11,4/1.000 e hipertensão (9,5/1.000. Quanto às queixas crônicas, as maiores prevalências foram de hipertensão (39,7%0, dorsopatias (26,5%0, bronquite (24,6%0 e gastrite e duodenite (24,6%0. CONCLUSÕES: As mulheres trabalhadoras queixaram-se mais de problemas de saúde que as donas de casa, mas utilizaram tanto quanto ou menos os serviços de saúde, para a maioria das causas de morbidade analisadas.

  19. Quem são as mulheres que amamentam por 2 anos ou mais?

    OpenAIRE

    Martins,Elisa Justo; Giugliani,Elsa Regina Justo

    2012-01-01

    OBJETIVO: Identificar fatores associados à manutenção do aleitamento materno por 2 anos ou mais. MÉTODOS: Estudo de coorte que acompanhou 151 crianças selecionadas no Hospital de Clínicas de Porto Alegre, do nascimento até a idade de 3 a 5 anos. As mães foram entrevistadas pessoalmente na maternidade, aos 7 e 30 dias após o parto, e quando as crianças tinham entre 3 e 5 anos. As entrevistas aos 60, 120 e 180 dias de vida da criança foram feitas por contato telefônico, sempre que possível. Par...

  20. VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER POR PARCEIRO ÍNTIMO: (IN VISIBILIDADE DO PROBLEMA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniele Ferreira Acosta

    2015-01-01

    Full Text Available El objetivo del estudio fue identificar las razones que llevan a la violencia contra la mujer y describir los actos perpetrados por su pareja. Investigación documental, cualitativa realizada en el Servicio de Policía Especializada en Atención a Mujeres. Se analizaron 902 informes registrados entre Agosto/2009 y Diciembre/2011, cuyas víctimas tenían al menos dieciocho años. Se recolectaron los datos de las ocurrencias, describiendo literalmente, las historias de las víctimas y su tratamiento fue a través del análisis de contenido. Fue identificados como factores desencadenantes de la violencia: la supremacía masculina como generadora de sufrimiento y sumisión, los problemas derivados del uso de drogas, los problemas relacionados con los niños y la división de los bienes. La gravedad fue escalada por las consecuencias a la víctima y su familia. El personal de enfermería como parte de la red de apoyo, debe entender este fenómeno como un problema de salud y esforzarse por romper las barreras que impidan el servicio eficaz y eficiente, auxiliando en el fortalecimiento de la autonomía de las mujeres, incluyendo a los hombres en acciones de combate y prevención de la violencia contra las mujeres.

  1. Enfrentamento da violência infligida pelo parceiro íntimo por mulheres em área urbana da região Nordeste do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raquel de Aquino Silva

    2012-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever as formas de enfrentamento à violência física adotadas por mulheres agredidas por parceiro íntimo. MÉTODOS: Estudo transversal realizado na linha de base de estudo de coorte, com gestantes cadastradas no Programa Saúde da Família, entre julho de 2005 e março de 2006, em Recife, PE. Foram selecionadas 283 gestantes de 18 a 49 anos com histórico de violência física pelo parceiro de então ou mais recente antes e/ou durante a gestação. As entrevistas foram realizadas face a face, com questionário estruturado e pré-codificado, e realizou-se análise descritiva. Foi coletada informação sobre características sociodemográficas das mulheres, tipos e gravidade da violência física cometida pelo parceiro, formas de enfrentamento da violência, pessoas e serviços de apoio procurados pelas mulheres, motivos para a mulher ter alguma vez abandonado e retornado a casa em razão da violência. RESULTADOS: Das mulheres que sofreram violência física pelo parceiro íntimo, 57,6% conversaram com alguém, 3,5% procuraram ajuda institucionalizada, 17,3% conversaram e procuraram ajuda institucionalizada e 21,6% não procuraram nenhuma forma de ajuda. As pessoas mais procuradas foram os pais (42,0%, amigo/amiga (31,6% e irmão/irmã (21,2%. Os serviços mais procurados pelas mulheres foram: polícia/delegacia (57,6%, serviços de saúde (27,1% e instituições religiosas (25,4%. Relataram não ter obtido qualquer tipo de ajuda 44,8% das mulheres; 32,1% disseram ter saído de casa alguma vez na vida, pelo menos por uma noite, das quais 5,9% não retornaram a casa. Foram motivos para deixar a casa: a exacerbação da violência e o medo de ser morta; para o retorno: a esperança de mudança do parceiro e o desejo de preservar a família. CONCLUSÕES: Grande parte das mulheres que sofriam violência por parceiro íntimo buscou alguma forma de ajuda. A rede social primária (familiares e amigos foi a mais procurada pelas mulheres

  2. Significado da busca de tratamento por mulheres com transtorno depressivo atendidas em serviço de saúde público

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Martin

    2012-12-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo de caráter etnográfico foi analisar o significado da busca de tratamento por mulheres com transtorno depressivo atendidas em um Núcleo de Atenção Psicossocial do município de Santos, São Paulo, Brasil. Foram identificados, neste contexto: o tratamento da depressão no serviço (do encaminhamento ao atendimento, as noções de doença elaboradas pelas mulheres e o consumo de medicamentos. Ficaram evidentes: a banalização da depressão, a importância do psiquiatra e do uso de antidepressivos e ansiolíticos no tratamento. Os padrões encontrados de consumo dos medicamentos pelas mulheres sugerem a ocorrência de uma "toxicomania medicamentosa". O uso de medicamentos, além da ação farmacológica, possui uma ação simbólica, no sentido de conforto e cuidado. O trabalho aponta para a necessidade de se articularem o significado das experiências das mulheres e as abordagens terapêuticas da depressão na construção das políticas públicas de saúde mental.

  3. Uso de condom feminino por mulheres infectadas pelo HIV Female condom use among HIV-infected women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jarbas Magalhães

    2003-07-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar a aceitabilidade, a adesão e a experiência com o uso de condom feminino (CF entre mulheres infectadas pelo HIV. MÉTODO: estudo descritivo prospectivo com 76 mulheres infectadas pelo HIV atendidas no CAISM/UNICAMP e no Centro Corsini de Campinas. Após entrevista de triagem e concordando em participar, as voluntárias receberam calendário para registro das relações sexuais e uso de condom masculino (CM. Após 30 dias, compareceram à visita de treinamento com colocação do CF em modelo pélvico, trazendo o diário do ciclo anterior, considerado controle. Aplicou-se questionário estruturado após 30, 60 e 90 dias, recolhendo-se sempre o diário de registro das relações sexuais e uso de CF ou CM. Usaram-se os testes de c², exato de Fisher, McNemar e Friedman para amostras emparelhadas na análise estatística. RESULTADOS: predominaram as mulheres jovens, de baixa escolaridade, que moravam com o parceiro. Observou-se taxa de continuidade de uso de 52%, ao longo de 90 dias. O uso de CF, em metade das relações sexuais em cada período de estudo, permaneceu estável nos 90 dias. Houve significativa diminuição da proporção média das relações sexuais desprotegidas (de 14% para 6%, sem uso de CM ou CF, aos 90 dias. As dificuldades iniciais no manuseio do CF foram superadas com o tempo. Os casais sorodiscordantes tiveram maior proporção de relações protegidas que os casais soroconcordantes, porém a diferença não foi significativa. As mulheres que relataram uso prévio consistente de CM apresentaram número significantemente maior de relações protegidas com CF. CONCLUSÕES: a oferta do CF foi capaz de reduzir as relações sexuais desprotegidas entre mulheres infectadas pelo HIV, que se mostraram motivadas e receptivas a este método.PURPOSE: to evaluate acceptability, adhesion and experience with the use of female condom (FC among HIV-infected women. METHODS: prospective descriptive study with 76 HIV

  4. Violência de gênero: comparação da mortalidade por agressão em mulheres com e sem notificação prévia de violência

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Laura Augusta Barufaldi

    Full Text Available Resumo A violência contra a mulher constitui um importante problema de saúde pública no Brasil e no mundo. O objetivo do presente estudo foi descrever o perfil de mortalidade por agressão em mulheres e analisar se as vítimas de violência notificadas apresentam taxas de mortalidade por esse motivo mais elevadas do que a população feminina geral. Trata-se de um estudo descritivo da mortalidade por agressão em mulheres, a partir do linkage de bancos de dados. Os dados utilizados para o linkage foram todas as notificações de violência contra mulheres registradas no SINAN (Sistema de Informação de Agravos de Notificação no período de 2011 a 2015 e os óbitos de mulheres por agressão registrados no SIM (Sistema de Informações sobre Mortalidade, no período de 2011 a 2016. O risco de morte por agressão nas mulheres notificadas por violência foi maior do que na população feminina geral, revelando assim uma situação de vulnerabilidade. Mulheres negras, de menor escolaridade foram as principais vítimas de violência e homicídios. O elevado número de mulheres mortas por agressão e a violência de repetição revelaram a fragilidade das redes de atenção e proteção no atendimento integral, qualificado e oportuno às vítimas.

  5. Prevalência de nódulos de tireóide detectados por ecografia em mulheres após os 40 anos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Furlanetto T. W.

    2000-01-01

    Full Text Available Nódulos de tireóide são uma condição clínica comum e em seu diagnóstico diferencial inclui-se o câncer de tireóide. Como o câncer de tireóide é raro, é importante conhecer a prevalência de nódulos de tireóide em grupos fortemente pre-dispostos para dimensionar seu impacto e adequar estratégias diagnósticas. OBJETIVOS: O objetivo deste estudo foi verificar a prevalência de nódulos de tireóide diagnosticados por ecografia em mulheres na maturidade. MÉTODOS: Entre agosto de 1996 e dezembro de 1997 foram avaliadas, de forma consecutiva, pacientes do sexo feminino com idade de 40 anos ou mais que realizavam ecografia no Serviço de Radiologia do HCPA. Foram excluídas as mulheres encaminhadas para exame de tireóide. As 207 pacientes examinadas tiveram média de idade de 54,7 anos (mediana: 53 anos com mínimo de 40 e máximo de 86 anos. Cento e vinte e três (59,4% apresentaram tireóide normal e 82 (39,6% tiveram alguma alteração na glândula. CONCLUSÕES: Alterações nodulares foram encontradas em 73 (35,3% mulheres, e 35 (16,9% portavam nódulos tireoidianos com 1 cm ou mais. As mulheres sem nódulos de tireóide eram mais jovens (53,1 ± 10,7 anos que as que apresentavam nódulos tireoidianos (58,2 ± 10,6 anos, p=0,001 e houve aumento do número de quaisquer nódulos (p=0.001 ou de nódulos maior que 1 cm (p=0.007 com o aumento da idade. Assim sendo, nódulos de tireóide são muito comuns em mulheres com 40 anos ou mais, a sua prevalência aumenta com a idade nesse grupo etário, e eles são potencialmente palpáveis (maiores que 1 cm em 1 em cada 6 mulheres nesta faixa etária. É importante que tenhamos esses dados em mente quando indicamos avaliação ecográfica da tireóide em mulheres com 40 anos ou mais.

  6. Mulheres em tratamento ambulatorial por abuso de álcool: características sociodemográficas e clínicas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Larissa Horta Esper

    Full Text Available Estudo quantitativo e descritivo, com o objetivo de identificar características sociodemográficas e clínicas de mulheres em tratamento ambulatorial por abuso de álcool. Os dados foram coletados em prontuários de mulheres com transtornos relacionados ao álcool, atendidas em serviço psiquiátrico ambulatorial. Foi realizado levantamento, leitura e análise descritiva. A amostra foi composta por 27 prontuários, a média de idade das mulheres foi 50 anos, maioria casada (59,6%, não trabalhava (70,4%, com ensino fundamental incompleto (70,4%, com familiar alcoolista (81,5% e outros diagnósticos psiquiátricos (70,3%. Prejuízos físicos, sociais e emocionais mais frequentes foram: sintomas advindos da síndrome de abstinência alcoólica (66,7%, conflitos familiares (72% e "tristeza" (79,2%. A violência familiar foi registrada em 11 prontuários (40,7%. Verificaram-se baixa escolaridade, desemprego, comorbidades psiquiátricas e presença de outro familiar com abuso de álcool como características comuns. Destaca-se a importância do conhecimento profissional sobre as peculiaridades do alcoolismo feminino para ações de saúde mais efetivas.

  7. Largada pelo marido! O estigma vivido por mulheres em Tianguá-CE ¡Dejada por el marido! El estigma vivido por mujeres en Tianguá-Ce Abandoned by her husband! The stigma confronted by women in Tianguá-Ce

    OpenAIRE

    Virginia Moreira; Dilcio Guedes

    2007-01-01

    Este artigo descreve um estudo sobre a vivência de rompimento do casamento de mulheres deixadas por seus maridos. Teve como objetivo compreender como mulheres de Tianguá - CE - Brasil vivenciavam a ruptura da relação, descrevendo os fatores reconhecidos como agentes do rompimento da relação amorosa. A partir da experiência vivida morando em Tianguá, nossa hipótese era que essas mulheres vivenciavam o rompimento como uma experiência estigmatizada de desestruturação de sua vida pessoal. Utiliza...

  8. Sentimentos vivenciados por mulheres submetidas a tratamento para Papillomavirus Humano Sentimientos vivenciados por mujeres sometidas a Tratamiento para el Papillomavirus Humano Feelings experienced by women submitted to a treatment for Human Papillomavirus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Luiza Santos de Carvalho

    2007-06-01

    Full Text Available A carência de informações sobre o papillomavirus humano pode gerar idéias errôneas sobre o tratamento, o que interfere no contexto sócio-familiar da mulher. Com o objetivo de conhecer os sentimentos vivenciados por mulheres submetidas a tratamento de lesões por papillomavirus humano, foi realizada uma pesquisa qualitativa de natureza exploratória com 12 mulheres, baseada na obtenção e análise de depoimentos por meio de entrevista semi-estruturada. As informações foram analisadas de acordo com a literatura e dispostas em duas temáticas: Reações emocionais e Repercussões no relacionamento. Conclui-se que a mulher que está sendo submetida a tratamento de lesões por papillomavirus humano necessita de cuidados, por parte dos enfermeiros, como forma de melhor enfrentar esse período a qual está vivenciando.La carencia de informaciones sobre el papillomavirus humano puede generar ideas erradas sobre el tratamiento, lo que interfiere en el contexto social y familiar de la mujer. Con el objetivo de conocer los sentimientos vividos por mujeres sometidas a tratamiento de lesiones por papillomavirus humanos, fue realizada una investigación cualitativa de naturaleza exploratoria con 12 mujeres, basada en la obtención y análisis de deposiciones por medio de entrevistas medio-estructurada. Las informaciones fueran analizadas conforme con la literatura y dispuestas en dos temáticas: Reacciones emocionales y Repercusiones en el reracionamiento. Concluyese que la mujer que esta siendo sometida al tratamiento de lesiones por papillomavirus humano necesita de cuidados, por parte de los enfermeros, como forma de mejor enfrentar ese periodo el cual esta viviendo.The lack of information on the papillomavirus human can generate misconception on the treatment interfering in the familiar and social context of the woman. With the purpose to know the feelings experienced by women submitted to treatment of lesions by human papillomavirus, was carried

  9. Perda e luto: vivências de mulheres que interromperam a gestação por malformação fetal letal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elenice Bertanha Consonni

    2013-09-01

    Full Text Available O presente estudo teve por objetivo conhecer as vivências de luto de mulheres que interromperam a gestação sob autorização judicial, devido à malformação fetal incompatível com a vida. Participaram do estudo dez mulheres atendidas no Setor de Medicina Fetal do Hospital das Clínicas de Botucatu. Para coleta dos dados foi realizada entrevista semiestruturada quarenta dias após a interrupção. As entrevistas foram audiogravadas, transcritas na íntegra e tiveram os dados analisados na perspectiva da análise temática de conteúdo. Os resultados revelaram que as mães buscaram explicações e significados para a perda, sendo muito frequentes respostas religiosas e autoculpabilizantes. Os relatos marcaram sentimentos de tristeza, saudade e sensação de vazio pela perda do filho, revelando também a necessidade das mães de manterem-se ligadas a ele. As mães estavam e continuaram vinculadas aos seus filhos e a interrupção da gestação, embora tenha sido uma escolha para minimizar a dor de uma perda inevitável, não as poupou de vivências de grande sofrimento. O estudo traz subsídios para a discussão e planejamento de abordagens e cuidados com a saúde de mulheres que interrompem a gestação por malformação fetal letal, mediante autorização judicial.

  10. Identificação do papilomavírus humano por biologia molecular em mulheres assintomáticas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bernadete Nonnenmacher

    2002-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar a associação entre fatores epidemiológicos e infecção genital pelo papilomavírus humano (HPV. MÉTODOS: Realizou-se estudo transversal com 975 mulheres atendidas em um serviço público de rastreamento para o câncer cervical, em Porto Alegre, Brasil. As mulheres foram consideradas infectadas pelo HPV quando apresentaram o teste de DNA positivo para esse vírus, tanto pelo método de captura híbrida II (CH II como pelo método de reação em cadeia da polimerase (PCR. Mulheres infectadas pelo HPV foram comparadas com mulheres não infectadas oriundas da mesma população. RESULTADOS: Foram estudadas 975 mulheres. A prevalência observada de HPV (pela combinação dos métodos de DNA foi de 27%. Quando a análise de cada método de DNA foi feito isoladamente, a prevalência de HPV-DNA foi de 15% para a CH II e de 16% para PCR. Regressão logística múltipla incondicional foi utilizada na identificação dos fatores associados à infecção pelo HPV. Foi encontrada associação positiva com as seguintes variáveis: anos de escolaridade (11 anos: OR=2,05; IC95%=1,31; 3,20; referência: até oito anos de escolaridade; ser casada (OR=1,69; IC95%=0,78; 2,00; referência: ser solteira; parceiros sexuais ao longo da vida (dois parceiros: OR=1,67; IC95%=1,01; 2,77; quatro ou mais: OR=2,18; IC95%=1,15; 4,13; referência: um parceiro; idade da primeira relação sexual (15-16 anos: OR=4,05; IC95%=0,89; 18,29; referência: > ou = 22 anos. CONCLUSÕES: Vários fatores parecem estar associados à presença de infecção genital pelo HPV, especialmente aqueles referentes ao comportamento sexual (idade da primeira relação sexual, número de parceiros sexuais ao longo da vida e estado marital e aqueles relacionados à situação socioeconômica (escolaridade.

  11. Identificação do papilomavírus humano por biologia molecular em mulheres assintomáticas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nonnenmacher Bernadete

    2002-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar a associação entre fatores epidemiológicos e infecção genital pelo papilomavírus humano (HPV. MÉTODOS: Realizou-se estudo transversal com 975 mulheres atendidas em um serviço público de rastreamento para o câncer cervical, em Porto Alegre, Brasil. As mulheres foram consideradas infectadas pelo HPV quando apresentaram o teste de DNA positivo para esse vírus, tanto pelo método de captura híbrida II (CH II como pelo método de reação em cadeia da polimerase (PCR. Mulheres infectadas pelo HPV foram comparadas com mulheres não infectadas oriundas da mesma população. RESULTADOS: Foram estudadas 975 mulheres. A prevalência observada de HPV (pela combinação dos métodos de DNA foi de 27%. Quando a análise de cada método de DNA foi feito isoladamente, a prevalência de HPV-DNA foi de 15% para a CH II e de 16% para PCR. Regressão logística múltipla incondicional foi utilizada na identificação dos fatores associados à infecção pelo HPV. Foi encontrada associação positiva com as seguintes variáveis: anos de escolaridade (11 anos: OR=2,05; IC95%=1,31; 3,20; referência: até oito anos de escolaridade; ser casada (OR=1,69; IC95%=0,78; 2,00; referência: ser solteira; parceiros sexuais ao longo da vida (dois parceiros: OR=1,67; IC95%=1,01; 2,77; quatro ou mais: OR=2,18; IC95%=1,15; 4,13; referência: um parceiro; idade da primeira relação sexual (15-16 anos: OR=4,05; IC95%=0,89; 18,29; referência: > ou = 22 anos. CONCLUSÕES: Vários fatores parecem estar associados à presença de infecção genital pelo HPV, especialmente aqueles referentes ao comportamento sexual (idade da primeira relação sexual, número de parceiros sexuais ao longo da vida e estado marital e aqueles relacionados à situação socioeconômica (escolaridade.

  12. Por que a letalidade hospitalar do infarto agudo do miocárdio é maior nas mulheres?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Passos Luiz Carlos Santana

    1998-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a influência da idade, da gravidade da doença e das intervenções terapêuticas na maior letalidade hospitalar do infarto agudo do miocárdio (IAM em mulheres. MÉTODOS: Estudo de coorte retrospectivo, envolvendo 388 pacientes com IAM (50 óbitos. Foram avaliadas, como possíveis explicações para a associação entre sexo e letalidade hospitalar do IAM, as variáveis: idade ( ou = 60 anos, duração de sintomas, classe de Killip, tipo de IAM (com ou sem ondas Q, comorbidades, história de acidente vascular cerebral e intervenções terapêuticas para o IAM (ácido acetil-salicílico, betabloqueadores e agentes trombolíticos. Modelos de regressão logística foram usados para avaliar a influência de potenciais variáveis confundidoras na associação entre sexo e letalidade hospitalar do IAM. RESULTADOS: A letalidade hospitalar do IAM foi mais alta em mulheres (19,5% vs 9,4% do que em homens (odds ratio (OR= 2,34; IC 95%= 1,12-4,47. Embora as mulheres fossem significantemente (p<0,01 mais idosas, a associação entre sexo e morte reduziu-se em apenas 15% após ajuste para idade (OR= 1,99; IC 95 %= 1,07-3,67. Esta associação tornou-se mais fraca ao se considerar a gravidade da doença na admissão (OR= 1,84; IC 95%= 0,90-3,74 e intervenções terapêuticas para o IAM (OR= 1,50; IC= 0,67-3,38. CONCLUSÃO: Diferenças de idade não podem explicar completamente a maior letalidade do IAM em mulheres. A gravidade da doença na admissão e diferenças de abordagem terapêutica devem desempenhar importante papel na maior letalidade hospitalar do IAM em mulheres.

  13. Por que a letalidade hospitalar do infarto agudo do miocárdio é maior nas mulheres?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Carlos Santana Passos

    1998-05-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a influência da idade, da gravidade da doença e das intervenções terapêuticas na maior letalidade hospitalar do infarto agudo do miocárdio (IAM em mulheres. MÉTODOS: Estudo de coorte retrospectivo, envolvendo 388 pacientes com IAM (50 óbitos. Foram avaliadas, como possíveis explicações para a associação entre sexo e letalidade hospitalar do IAM, as variáveis: idade ( ou = 60 anos, duração de sintomas, classe de Killip, tipo de IAM (com ou sem ondas Q, comorbidades, história de acidente vascular cerebral e intervenções terapêuticas para o IAM (ácido acetil-salicílico, betabloqueadores e agentes trombolíticos. Modelos de regressão logística foram usados para avaliar a influência de potenciais variáveis confundidoras na associação entre sexo e letalidade hospitalar do IAM. RESULTADOS: A letalidade hospitalar do IAM foi mais alta em mulheres (19,5% vs 9,4% do que em homens (odds ratio (OR= 2,34; IC 95%= 1,12-4,47. Embora as mulheres fossem significantemente (p<0,01 mais idosas, a associação entre sexo e morte reduziu-se em apenas 15% após ajuste para idade (OR= 1,99; IC 95 %= 1,07-3,67. Esta associação tornou-se mais fraca ao se considerar a gravidade da doença na admissão (OR= 1,84; IC 95%= 0,90-3,74 e intervenções terapêuticas para o IAM (OR= 1,50; IC= 0,67-3,38. CONCLUSÃO: Diferenças de idade não podem explicar completamente a maior letalidade do IAM em mulheres. A gravidade da doença na admissão e diferenças de abordagem terapêutica devem desempenhar importante papel na maior letalidade hospitalar do IAM em mulheres.

  14. Medidas contraceptivas e de proteção da transmissão do HIV por mulheres com HIV/Aids

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Galvão Marli T Gimeniz

    2004-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Atualmente, entre as mulheres, a relação sexual é a forma de transmissão que mais tem contribuído para a feminização da epidemia de HIV/Aids. Na busca constante de se estabelecer padrões mais adequados de orientação para saúde, investigou-se o uso de medidas contraceptivas, que também sirvam de proteção da transmissão do HIV, entre mulheres portadoras de HIV/Aids. MÉTODOS: Estudo exploratório desenvolvido em um serviço público ambulatorial de um hospital universitário, referência aos portadores de HIV/Aids da região centro-sul do Estado de São Paulo, no período de cinco meses (2000 a 2001. Foram estudadas 73 mulheres portadoras da infecção pelo HIV, ou com Aids. Os dados foram obtidos por meio de um formulário que investigava a caracterização sociodemográfica, as formas de anticoncepção utilizada e a situação sorológica do parceiro sexual. Os dados foram analisados descritivamente e os conteúdos das respostas abertas, agrupados em temas. Foi aplicado o teste exato de Fisher para análise de algumas variáveis, em nível de 5%. Para a análise de conteúdo utilizou-se a proposta de Bardin. RESULTADOS: A maioria das mulheres estava em fase de vida reprodutiva, eram casadas e foram contaminadas quase exclusivamente por meio da relação heterossexual. Entre elas, 35,4% referiam parceiro sexual discordante quanto à sorologia anti-HIV, e 13,7% utilizavam formas inadequadas de anticoncepção que também não protegiam da transmissão do HIV. CONCLUSÕES: Os resultados alertam para a necessidade de ações educativas continuadas quanto a experiências sexuais mais seguras entre portadoras de HIV/Aids, para que elas possam discutir com seus parceiros outras formas de exercerem sua sexualidade, sendo capazes de estabelecer opção contraceptiva mais consciente, de maneira a zelar pela sua saúde, do parceiro e até do concepto.

  15. Women who were burned by their husbands or partners Mujeres quemadas por los maridos o compañeros Mulheres queimadas pelos maridos ou companheiros

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Normélia Maria Freire Diniz

    2007-09-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To analyze the affect of domestic violence among women who were burned by their husbands or partners. METHODS: A quantitative descriptive and exploratory study was used. The sample consisted of 35 young black women who had elementary or high school education. RESULTS: Domestic violence causes women to become sick, which leads to major psychological problems, including depression, posttraumatic stress disorder, and suicidal ideation. Care of these women was focused on their physical injuries. CONCLUSIONS: There is a need to enforce public policies regarding domestic violence, and to train health care providers to recognize and provide quality care to victim of domestic violence, which include psychological effects.OBJETIVO: En este estudio se tuvo como objetivo general analizar las lesiones corporales por quemaduras en mujeres y su asociación con la violencia doméstica. MÉTODOS: Se utilizó el estudio descriptivo, exploratorio, cuantitativo. La población estuvo constituida por 35 mujeres, en su mayoría joven, de color negra y con 1º y 2º grado de escolaridad. RESULTADOS: La violencia causa la enfermedad de las mujeres. Sus consecuencias conducen problemas mentales, inclusive depresión, estrés post-traumático y tendencia al suicidio. Las prácticas de los profesionales se limitan al abordaje clínico. CONCLUSIONES: Es preciso fortalecer las políticas públicas de atención a la mujer en situación de violencia, sensibilizando a los profesionales, que componen la red de atención a mujeres, para reconocer la violencia, favoreciendo la quiebra del silencio que presenta la violencia en el espacio privado.OBJETIVO: O estudo teve como objetivo geral analisar as lesões corporais por queimaduras em mulheres e sua associação com a violência doméstica. MÉTODOS: Utilizou-se o estudo descritivo, exploratório, quantitativo. A população foi constituída por 35 mulheres, em sua maioria jovem, de cor negra e com o 1º e o 2º graus

  16. Histórias de empoderamento: um estudo sobre o processo vivenciado por mulheres que ocupam cargos de alto escalão na administração pública e de empresas em Belo Horizonte

    OpenAIRE

    Gizelle de Souza Mageste

    2008-01-01

    Essa pesquisa teve como objetivo compreender o processo de empoderamento de mulheres que ocupam cargos de alto escalão na administração pública e de empresa em Belo Horizonte. Por meio de entrevistas de história de vida foram investigadas as experiências vivenciadas pelas mulheres entrevistadas buscando compreender o processo por elas empreendido na busca de maior autonomia e empoderamento. A análise dos resultados revelou que o processo de empoderamento é muito complexo e vai muito além d...

  17. Expectativas e sentimentos de mulheres que esperam por tratamento de reprodução humana Expectations and feelings of women awaiting human reproduction treatment

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudia Valença Fontenele

    2013-01-01

    Full Text Available Trata-se de pesquisa qualitativa com o objetivo de verificar as opiniões, as emoções e os sentimentos de mulheres laqueadas acerca da expectativa pelo tratamento de reprodução humana assistida num ambulatório especializado. As entrevistas foram realizadas em um hospital da rede pública de saúde, na Região Sudeste do Brasil, São Paulo, com 16 mulheres esterilizadas. Como resultados, as seguintes temáticas foram as mais frequentes: ansiedade, assombro do tempo e "des-atenção" dos profissionais de saúde, que foram vivenciados nos momentos em que os sentimentos de solidão e abandono se mostraram mais agudos sob a perspectiva das mulheres. Do estudo emerge a necessidade de se pensar estratégias de atenção e cuidado junto a essa população específica no campo da saúde, visando melhorar seu conforto emocional por meio de um diálogo franco entre mulheres e profissionais de saúde.This paper aimed to investigate the opinions, emotions and feelings of sterilized women awaiting assisted human reproduction treatment in a specialized sector of a public hospital. Sixteen sterilized women were interviewed in the health care department of a public hospital in São Paulo, southeastern Brazil, as to their experiences while they had been awaiting treatment. The feelings referred to were: anxiety, the fear of taking up the time of the health personnel, and fear of their dis-attention, experienced during the moments when the women's feelings of loneliness and abandonment became most acute. It is evident from this study that there is a need to create strategies to guarantee that this specific population in the health field receive adequate attention and care, with a view to ensuring their emotional comfort, through a straightforward dialogue among women and healthcare professionals.

  18. Os sentidos atribuídos à voz por mulheres após a menopausa The meanings attributed to the voice by menopause women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Aparecida Miranda de Paula Machado

    2005-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar os sentidos atribuídos à voz por mulheres após a menopausa. MÉTODOS: Foram coletados dados de 148 mulheres nos prontuários médicos, entre fevereiro de 2000 e outubro de 2001, no Programa da Saúde da Mulher no Climatério, do ambulatório de ginecologia de um hospital na cidade de Curitiba, Estado do Paraná. Dentre a população total foram selecionadas intencionalmente 30 mulheres entre 48 e 59 anos, que não se consideravam profissionais da voz, no mínimo há 12 meses em amenorréia, e que foram entrevistadas com um roteiro temático, constituído de questões semi-estruturadas. Cada entrevista foi gravada e transcrita. A descrição, análise e interpretação foram fundamentadas pelas representações sociais, por meio do discurso do sujeito coletivo, com aproximações à hermenêutica-dialética. RESULTADOS: Os 27 discursos coletivos estruturados denotaram o relacionamento da voz às características biológicas, psicológicas e aspectos sociais do cotidiano, com a identificação de mudanças vocais no decorrer da vida. CONCLUSÕES: Foi possível observar representações sociais de natureza comunicacional e funcional, que salientaram a voz como elemento de constituição da identidade pessoal, concebida na pertinência social. A pesquisa sugere novas investigações fundamentadas nas ciências sociais, simultâneas aos estudos epidemiológicos, e a necessidade de se refletir sobre o processo de terapêutica vocal aplicado sobre uma laringe mais vulnerável, além de priorizar uma proposta de assistência integral à mulher no climatério, com enfoque sobre a saúde da voz.OBJECTIVE: To analyze the meanings attributed to the voice by menopausal women. METHODS: Data were collected from 148 medical records of women seen in the Climacteric Women Health Program of the Irmandade Santa Casa de Misericórdia Gynecology Outpatient Clinic in Curitiba, Brazil, between February 2000 and October 2001. Of them, 30 women aged

  19. Representações sobre o uso de álcool por mulheres em tratamento em um centro de referência da cidade de São Paulo - Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edemilson Antunes de Campos

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi compreender as representações e os significados elaborados sobre o uso de álcool por mulheres em tratamento no Centro de Referência de Álcool, Tabaco e Outras Drogas (CRATOD, localizado na cidade de São Paulo-Brasil. Para tanto, realizaram-se entrevistas semiestruturadas com mulheres que fazem uso considerado abusivo de álcool. Para essas mulheres, as representações sobre o uso do álcool estão ligadas às relações familiares, profissionais e de gênero, que definem os modos de classificação do uso do álcool concebidos como socialmente aceito e como abusivo e, por essa via, acionam um sistema de acusações, que envolve os valores próprios do universo sociocultural no qual estão inseridas, identificando-as como "mulheres que abusam do álcool", isto é, mulheres que não cumprem suas obrigações sociais nas esferas da família e do trabalho.

  20. Violência por parceiro íntimo na gestação: identificação de mulheres vítimas de seus parceiros

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lisiane Camargo Quialheiro de Oliveira

    Full Text Available RESUMO Objetivo Identificar, entre as usuárias de um serviço de atendimento pré-natal, mulheres em situação de violência por parceiro íntimo durante a gestação atual. Métodos Estudo observacional, transversal, realizado com 358 gestantes a partir da 36ª semana de gestação de maio/2012 a maio/2013 em um serviço de pré-natal no município de Ribeirão Preto-SP. Os dados foram coletados através de entrevista. Empregou-se análise univariada, distribuição de frequências, medidas de tendência central e variabilidade, e testes qui-quadrado e t de Student. Resultados A violência por parceiro íntimo durante a gestação foi identificada em 63 mulheres (17,6%, com idade entre 15 e 42 anos, a maioria solteira. 39,7% pertenciam à religião católica, a maioria não estava inserida no mercado de trabalho, e 87,3% referiram não fumar. Apenas 20 consideraram terem sofrido algum tipo de violência durante a vida. Conclusão Esta identificação proporcionará o desenvolvimento de estratégias para reconhecer e intervir nos casos e dar o apoio necessário às vítimas.

  1. Esporte e mulher

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lino Castellani Filho

    1989-01-01

    Full Text Available Motivados pelas comemorações atinentes ao 8 de março - Dia Internacional da Mulher - assumimos o desafio de tecermos considerações acerca da muiher e o esporte, fenômeno cultural esse, alvo de nossos estudos por estar inserido no nosso campo de atuação profissional.

  2. Narrativas de violências praticadas por parceiros íntimos contra mulheres Narratives of intimate partner violence practiced against women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leides Barroso Azevedo Moura

    2012-04-01

    Full Text Available Foi realizada uma pesquisa com mulheres de 15 a 49 anos moradoras de uma área de vulnerabilidade social da capital brasileira para conhecer os discursos femininos sobre suas vivências de violências praticadas por parceiros íntimos. Foi utilizada uma abordagem qualitativa e técnica do Discurso do Sujeito Coletivo. Durante entrevistas realizadas em seus domicílios no período de fevereiro a julho de 2007, 195 mulheres narraram, episódios de violências sofridas ao longo da vida. As entrevistas geraram 32 Discursos do Sujeito Coletivo que foram construídos a partir de 395 expressões-chaves agrupadas em sete blocos temáticos: i Engenharia das VPI (N = 114; 58,5%; ii Histórias de estupro de vulneráveis (N = 77; 39,5%; iii Violências silenciosas ou silenciadas (N = 43; 22%; iv Anos potenciais de vida sofrida (N = 43; 22%; v Um novo tempo, apesar dos pesares (N = 39; 20%; vi E por falar em violências (N = 35; 18%; vii A violência é uma linguagem (N = 34; 17,4%. Três discursos do bloco de maior prevalência, intitulado "A engenharia das VPI", são apresentados integralmente neste trabalho. As narrativas das violências reveladas mostram a intensidade da vulnerabilidade e das agressões sofridas pelas mulheres e a existência de múltiplas dinâmicas violentas nos relacionamentos íntimo-afetivos.Research was conducted with women aged 15 to 49 living in an economically vulnerable area of the Brazilian state capital on the experience of victims of Intimate Partner Violence (IPV. The study adopted a qualitative technique called Collective Subject Discourse. During the interviews in their homes between February and July, 195 women reported incidents of violence throughout their lives. The discourses were grouped by similar violence using the CSD technique and organized into 7 major categories based on 395 key words; i IPV Engineering (N = 114; 58.5%; ii Rape of vulnerable sex (N = 77; 39.5%; iii Silent or silenced violence (N = 43; 21%; iv

  3. Risco da radiação ionizante em mulheres férteis submetidas à ablação por radiofrequência

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gustavo Glotz de Lima

    2013-11-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A Comissão Internacional de Radiologia indica rastreamento com teste de gravidez a todas pacientes do gênero feminino em período fértil que serão submetidas a exame radiológico. Sabe-se que a radiação é teratogênica e que seu efeito é cumulativo. O potencial teratogênico inicia-se com doses próximas às das utilizadas durante esses procedimentos. Não se sabe a prevalência de teste de gravidez positivo em pacientes submetidos a estudo eletrofisiológico e/ou à ablação por cateter em nosso meio. OBJETIVO: Avaliar a prevalência de teste de gravidez positivo em pacientes do gênero feminino encaminhadas para estudo eletrofisiológico e/ou ablação por radiofrequência. MÉTODOS: Estudo transversal com análise de 2.966 pacientes submetidos a estudo eletrofisiológico e/ou ablação por cateter, de junho 1997 a fevereiro 2013, no Instituto de Cardiologia do Rio Grande do Sul. Foram realizados 1.490 exames em mulheres sendo que, destas, 769 encontravam-se em idade fértil. Todas as pacientes foram rastreadas com teste de gravidez no dia anterior ao procedimento. RESULTADOS: Detectou-se positividade do teste em três pacientes, impossibilitando a realização do exame. Observou-se prevalência de 3,9 casos por 1.000 mulheres em idade fértil. CONCLUSÃO: Devido ao baixo custo e à segurança, indica-se a realização de teste de rastreamento para gravidez a todas pacientes em idade fértil, uma vez que o grau de radiação ionizante necessária nesse procedimento é muito próximo ao limiar de teratogenicidade, principalmente no primeiro trimestre, quando os sinais de gestação não são exuberantes.

  4. Prevalência de violência física por parceiro íntimo em homens e mulheres de Florianópolis, Santa Catarina, Brasil: estudo de base populacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sheila Rubia Lindner

    2015-04-01

    Full Text Available Investigou-se a associação entre sexo e violência física entre parceiros íntimos. Encontrou-se prevalência de sofrer qualquer violência física (17%, violência física moderada (16,6% e violência física grave (7,3%. Não houve diferença significativa para violência física moderada em homens e mulheres, porém, quanto mais grave o ato maior a ocorrência deste nas mulheres. Por meio de regressão logística testou-se a associação da violência com o sexo, ajustando-se às variáveis exploratórias. Mulheres de maior idade, viúvas/separadas, pobres, menos escolarizadas e pretas registram maior probabilidade de sofrer violência. Nos homens, a prevalência de violência física grave apresentou alteração significativa apenas para estado civil. Uso abusivo de álcool por mulheres representou maior chance de sofrer violência física.

  5. Violência doméstica e a Lei Maria da Penha: perfil das agressões sofridas por mulheres abrigadas em unidade social de proteção

    OpenAIRE

    Amaral,Luana Bandeira de Mello; Vasconcelos,Thiago Brasileiro de; Sá,Fabiane Elpídio de; Silva,Andrea Soares Rocha da; Macena,Raimunda Hermelinda Maia

    2016-01-01

    Resumo: A violência baseada no gênero tem se constituído em um fenômeno social que influencia sobremaneira o modo de viver, adoecer e morrer das mulheres. Este estudo visa conhecer as diferenças antes e após a criação da Lei Maria da Penha (LMP) nas agressões sofridas pelas mulheres que foram atendidas na Unidade de Proteção Especial do Estado do Ceará. Trata-se de um estudo seccional, exploratório-descritivo e documental. A amostra foi composta por 197 prontuários das mulheres atendidas em u...

  6. Associação entre violência por parceiro íntimo contra a mulher e infecção por HIV Asociación entre violencia contra la mujer por pareja íntima e infección por VIH Association between intimate partner violence against women and HIV infection

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudia Barros

    2011-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a associação entre a violência por parceiro íntimo contra mulheres e a infecção ou suspeita de infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV. MÉTODOS: Estudo transversal com base em dados de questionários aplicados face-a-face e de prontuários médicos de 2.780 mulheres de 15 a 49 anos, atendidas em unidades do sistema único de saúde da Grande São Paulo, SP, em 2001-2002. As mulheres foram categorizadas em: usuárias em tratamento por serem "soropositivas para o HIV", com "suspeita de HIV" e aquelas que procuraram os serviços por outros motivos. A violência por parceiro íntimo contra mulheres na vida foi categorizada por gravidade e recorrência dos episódios de violência. A associação com o desfecho foi testada pelo modelo de Poisson com variância robusta e ajustada por variáveis sociodemográficas, sexuais e reprodutivas. RESULTADOS: A prevalência de violência foi de 59,8%. Sofrer violência reiterada e grave apresentou maior associação de infecção confirmada pelo HIV (RP = 1,91. A violência independente da gravidade e da recorrência dos episódios apresentou maior associação para a suspeita de infecção por HIV (RP = 1,29. CONCLUSÕES: A violência por parceiro íntimo contra mulheres tem papel relevante nas situações de suspeita e confirmação da infecção pelo HIV, sendo essencial incluir sua detecção, controle e prevenção como parte da atenção integral à saúde das mulheres.OBJETIVO: Analizar la asociación entre la violencia contra mujeres por pareja íntima y la infección o sospecha de infección por el virus de inmunodeficiencia humana (VIH. MÉTODOS: Estudio transversal con base en datos de cuestionarios aplicados cara-a cara y de prontuarios médicos de 2.780 mujeres de 15 a 49 años, atendidas en unidades del sistema único de salud de la Gran Sao Paulo, Sureste de Brasil, en 2001-2002. Las mujeres fueron categorizadas en: usuarias en tratamiento por ser

  7. Fatores psicossociais e a infecção por HIV em mulheres, Maringá, PR Psychosocial aspects of HIV infection among women in Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rozilda Neves Alves

    2002-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a percepção do risco de infecção em mulheres infectadas pelo HIV, antes de elas receberem o resultado positivo para essa patologia. MÉTODOS: Estudo exploratório com entrevistas em profundidade em amostra de conveniência constituída de 26 mulheres que freqüentavam o ambulatório de um centro regional de saúde em Maringá, PR. A entrevista foi semidirigida com um roteiro de perguntas fechadas e abertas sobre características sociodemográficos, conhecimento sobre prevenção primária e secundária, percepção de risco antes do teste positivo para HIV, impacto do resultado em suas vidas -- inclusive a sexual -- depois de saberem ser portadoras do vírus. Os resultados foram analisados pela metodologia de análise de conteúdo. RESULTADOS: Apesar de ter consciência de que essa doença pode atingir qualquer um, nenhuma das 26 mulheres estudadas acreditava estar infectada pelo HIV/Aids. Os mecanismos psicológicos, "negação", "evitação", "onipotência do pensamento" e "projeção" foram os que puderam ser identificados como aqueles que as mulheres mais utilizaram para lidar com as dificuldades e as ansiedades decorrentes da percepção de risco e das normas e relações de gêneros hegemônicas presentes na cultura brasileira. Verificou-se que, se o uso desses mecanismos alivia a angústia, por outro lado aumenta a vulnerabilidade das mulheres. Elas se sentem incapazes de atuar, e muitas mantêm relações sexuais desprotegidas com os parceiros, expondo-se à gravidez indesejada e à reinfecção. CONCLUSÕES: Os programas de prevenção do HIV devem considerar também aspectos psicológicos, socioeconômicos e culturais que interferem na vulnerabilidade das mulheres, antes e depois da infecção. Para haver maior alcance de suas ações, os programas devem ir além da distribuição massiva de informações e usar abordagens psicoeducativas em pequenos grupos que estimulem a conscientização das mulheres para al

  8. Bibliografia: caminhos da história contada e da história vivida

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eduardo Alentejo

    2015-08-01

    Full Text Available Introdução: Trata sobre a Bibliografia tendo como referência sua historiografia. Tem por material as bibliografias citadas, os clássicos e os autores que marcaram o desenvolvimento da área.Objetivo: Visa analisar a bibliografia como sendo campo de interesse científico, buscando responder quais são os caminhos de sua história contada e de sua história vivida que a legitimam como campo de interesses científicos?Metodologia: A partir do método historiográfico, discorre sobre o estado atual do ensino brasileiro da Bibliografia. Mediante revisão de literatura, explica sua divisão em ramos e discorre sobre sua historiografia de acordo com contornos históricos dos quais envolvem aspectos tecnológicos da produção do conhecimento.Resultados: Explica que a polifonia e a vulgarização acerca de seu campo científico são fenômenos com impactos às atividades intelectuais nacionais. Analisa conceitos que fundamentam e validam a Bibliografia como área do conhecimento. Atualiza e dá continuidade historiográfica da Bibliografia ao acrescentar reflexões sobre as épocas do trabalho bibliográfico na era digital. Os resultados apontam para a evolução da Bibliografia, tanto enquanto produto e serviço, como área científica em constante desenvolvimento.Conclusões: Através da análise historiográfica, os caminhos da Bibliografia indicam que o campo de estudo é inesgotável, porque a pesquisa sobre o passado de bibliografia acumulada incluem aspectos teóricos que permanecem no tempo atual e sua atualidade expõe muitas possibilidades para o seu futuro. As bibliografias em ambiente Web permitem expandir entendimentos referentes ao acesso e ao uso da informação pela possibilidade de se empregar recursos tecnológicos capazes de aperfeiçoar suas funções sociais de acesso ao conhecimento, em distintos escopos.

  9. E as mulheres negras? Narrativas históricas de um feminismo à margem das ondas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gleidiane de Sousa Ferreira

    2017-10-01

    Full Text Available Neste texto refletimos as seguintes perguntas: onde estão as mulheres negras nas narrativas hegemônicas sobre os movimentos de mulheres e feministas brasileiros? Até que ponto os limites teóricos e os caminhos metodológicos que constituem boa parte da historiografia do feminismo e da luta das mulheres da primeira metade do século XX no Brasil não nos permitiram, ou não nos foram suficientes, para refletir as trajetórias de lutas das mulheres negras? Afinal, qual a história das pautas e reivindicações feministas? Ou melhor, como essa história é contada?

  10. Uso popular de plantas medicinais por mulheres da comunidade quilombola de Furadinho em Vitória da Conquista, Bahia, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    L. R. Oliveira

    2015-10-01

    Full Text Available Objetivou-se com este trabalho realizar um levantamento do uso popular de plantas medicinais por mulheres da Comunidade Quilombola de Furadinho em Vitória da Conquista-Bahia. O trabalho foi realizado na comunidade Quilombola de Furadinho, visando identificar as principais plantas utilizadas com fins medicinais, as formas de obtenção, sua indicação medicinal, a parte da planta utilizada, as formas de preparo, bem como as formas de obtenção e transmissão deste conhecimento. Para a realização dessa pesquisa foram entrevistadas 14mulheres com idades variadas, moradoras dessa comunidade, através de questionários semi estruturados, e análise descritiva. Constatou-se um vasto conhecimento relacionado ao uso de plantas medicinais entre as entrevistadas, o qual foi adquirido de forma oral através de pais e avós. As plantas medicinais utilizadas são em sua maioria cultivadas em quintais, sendo as folhas a parte mais utilizada nas preparações medicamentosas, e a principal forma de preparo são os chás. Foram identificadas 30 plantas com fins medicinais e terapêuticos, sendo a Erva cidreira, o Capim santo, o Hortelã grosso, a Arruda e a Erva doce as mais utilizadas.Popularized use of medicinal plants by women of Quilombo of Furadinho community in Vitoria da Conquista, Bahia, Brazil Abstract: This work aimed to carry out a survey of the popular use of medicinal plants by women of Furadinho Quilombo Community in Vitória da Conquista, Bahia. The work was conducted in the Furadinho Quilombo Community, aiming at identifying the main plants used for medical purposes, the ways of obtaining, its indication medicinal, the part of the plant used, the forms of preparation, as well as ways of obtaining and transmission of this knowledge. For the realization of this research were interviewed 14 women with ages varied, dwell in this community, through semi-structured questionnaires, and descriptive analysis. It was found a vast knowledge related to

  11. O estigma da violência sofrida por mulheres na relação com seus parceiros íntimos The stigma of violency suffered by women in their intimate relationship with partners

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Virginia Moreira

    2011-08-01

    Full Text Available Este artigo descreve uma pesquisa sobre o estigma da violência sofrida pelas mulheres na relação com seus parceiros íntimos. Focaliza a compreensão de quais fatores determinantes na relação agressivo-abusiva concorrem para que as mulheres sintam tanta dificuldade de denunciar seus agressores. Fizemos uso do método fenomenológico crítico mundano e, como instrumento, usamos entrevistas áudio-gravadas. Os resultados mostram que essas mulheres suportam várias modalidades de violência na relação com seus parceiros. Sentindo-se psicologicamente estigmatizadas, evitam a denúncia por não quererem ser reconhecidas pela sociedade como mulheres espancadas e maltratadas.This article describes a research about the stigma of violence suffered by women in their relationship with intimate partners. It focalizes the understanding on which determining factors in the aggressive/abusive relation concur in order that women feel so many difficulties to denounce their aggressors. We used the mundane critical phenomenological method and, as an implement, we used audio-record interviews. The results show that these women endure several modalities of violence in the relation with their partners. Feeling psychologically stigmatized, they avoid denouncing because they do not want to be recognized by society as trashed and ill-treated women.

  12. O estigma da violência sofrida por mulheres na relação com seus parceiros íntimos

    OpenAIRE

    Moreira,Virginia; Boris,Georges Daniel Janja Bloc; Venâncio,Nadja

    2011-01-01

    Este artigo descreve uma pesquisa sobre o estigma da violência sofrida pelas mulheres na relação com seus parceiros íntimos. Focaliza a compreensão de quais fatores determinantes na relação agressivo-abusiva concorrem para que as mulheres sintam tanta dificuldade de denunciar seus agressores. Fizemos uso do método fenomenológico crítico mundano e, como instrumento, usamos entrevistas áudio-gravadas. Os resultados mostram que essas mulheres suportam várias modalidades de violência na relação c...

  13. Escolhas Associadas ao Automóvel por Homens e por Mulheres: confluência ou divergência? Choices associated with automobiles for Men and Women: convergence or divergence? Opciones relacionadas con el Automóvil por Hombres y por Mujeres: ¿convergencia o divergencia?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    LICHT, René Henrique Götz

    2009-03-01

    Full Text Available RESUMOO aumento do poder de compra das mulheres tem levado empresas a adotarem estratégias de diferenciação de produtos e a produzirem produtos específicos para o público feminino. A indústria automobilística não está imune a este fenômeno, uma vez que as mulheres representam aproximadamente metade das vendas de automóvel no país. Considerando as diferenças de consumo e de comportamento entre mulheres e homens é colocada a seguinte questão: há diferenças entre escolhas associadas ao automóvel por homens e mulheres? Foram apresentados aos participantes itens presentes no dia-a-dia das pessoas, e que são por elas valorizados; e foi solicitado aos participantes que escolhessem e associassem estes itens ao automóvel. A análise dos resultados revelou haver mais semelhanças do que diferenças entre escolhas associadas ao automóvel por homens e escolhas associadas ao automóvel por mulheres. A semelhança entre as escolhas sugere que as representações, os significados e valores atribuídos ao automóvel por homens e por mulheres são similares e, desta forma, a estratégia de diferenciação de produtos não se aplica à indústria automobilística.ABSTRACTThe increase of the women purchase power has led some companies to adopt strategies of products differentiation as well as to produce specific products to the female public. The auto industry is not immune to this phenomenon, once the women represent, approximately, half of the automobile sales in the country. Considering the consumption and the behavior differences between women and men, it has set the following question: are there differences between the choices associated to the automobile by men and the choices associated to the automobile by women? It has been presented to the participants items found in the people’s day-by-day, which are valorized by them, and the participants have been asked to choose and associate these items to the automobile. The results analysis

  14. Qualidade de vida de mulheres com linfedema após cirurgia por câncer de mama

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marislei Sanches Panobianco

    2014-01-01

    Full Text Available Estudio evaluó la calidad de vida de 20 mujeres con linfedema post mastectomía por cáncer mamario, con uso de la Escalas de Calidad de Vida de Flanagan adaptada (1 y Escala Visual Analógica (2, con recopilación de datos de julio a diciembre de 2009, en interior del São Paulo, Brasil. Se observó menor calidad de vida en la participación en actividades de ocio y trabajo; mejor calidad de vida fueron: relación con amigos, escuchar música, leer, ver TV e ir al cine. O alfa de Cronbach para Escala 1 fue 0,86 y para Escala 2, 6,26. Las escalas señalaron, globalmente, resultados satisfactorios de calidad de vida, pero, bajos valores comprueban existencia de factores que deben ser discutidos, como la participación en recreación, actividades deportivas, trabajo y aprendizaje. El linfedema interfiere en la calidad de vida, indicando necesidad de intervenciones tempranas para ayudar las mujeres a lograr mejor calidad de vida.

  15. El mito reformado: la oblicua visión oficialista en el filme mexicano Miguel Hidalgo: la historia jamás contada

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alan Rodríguez

    2014-10-01

    En el marco de esa alargada fiesta patriótica, el gobierno financió filmes con temáticas nacionalistas. Uno de ellos es Hidalgo: la historia jamás contada (Antonio Serrano, 2010, que ofrece una perspectiva totalmente inusual de la vida del héroe insurgente Miguel Hidalgo y Costilla. El presente artículo propone la tesis de que filmes como éste fueron financiados con el ánimo de (reapreciar símbolos históricos ante la crisis de identidad, valores y seguridad nacional que aqueja al país. En el caso de Hidalgo… fue un intento por reimpulsar a un personaje mítico que ayudase a enaltecer nuevamente lo idealizadamente mexicano.

  16. Mulheres hospitalizadas por abortamento em uma Maternidade Escola na Cidade do Recife, Brasil Mujeres hospitalizadas por aborto en una maternidad escuela en la ciudad de Recife, Brasil Women hospitalized due to abortion in a maternity teaching hospital in Recife, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karla da Silva Ramos

    2010-09-01

    Full Text Available Estudo de corte transversal, realizado com 160 mulheres no período de 2005-2006, com o objetivo de descrever as características sócio-demográficas e reprodutivas de mulheres hospitalizadas por abortamento e o conhecimento sobre métodos contraceptivos e de indução para o abortamento. Para determinação da associação entre a classificação do abortamento e as variáveis sócio-demográficas e reprodutivas, utilizou-se o teste qui-quadrado de Pearson, considerando-se o nível de significância de 5%. Observou-se uma frequência de 56,3% de abortamento possivelmente induzido. A maioria ocorreu antes das 12 semanas (55,7%. Em relação ao perfil das mulheres: 48,9% entre 20-29 anos, 72,0% com oito anos ou mais de estudo; 90,1% tinham companheiros; 52,0% tinham de 1-3 filhos, 100% conheciam a pílula e o preservativo, e 80,0% o misoprostol. O perfil sócio-demográfico e reprodutivo das mulheres hospitalizadas por abortamento no serviço não se alterou nos últimos anos. O método mais conhecido para indução do abortamento continua sendo o misoprostol.Estudio de corte transversal, realizado con 160 mujeres en el período 2005-2006 con el objetivo de describir las características socio-demográficas y reproductivas de mujeres hospitalizadas por aborto, el conocimiento sobre métodos anticonceptivos y de inducción del aborto. Para la determinación de la asociación entre la clasificación del aborto y las variables socio-demográficas y reproductivas se utilizó el test quincuadrado de Pearson, considerándose el nivel de significatividad de 5%. Se observó una frecuencia de 56,3% de abortos posiblemente inducidos. La mayoría ocurrió antes de las 12 semanas (55,7%. En relación al perfil de las mujeres: 48% entre 20 y 29 años, 72,0% con ocho años de estudios o más, 90,1% con compañeros, 52,0% tenían entre 1 y 3 hijos, 100% conocían la píldora y el condón y 80% el misoprostol. El perfil socio-demográfico y reproductivo de las

  17. Fatores associados à violência por parceiro íntimo em mulheres brasileiras Factores asociados a la violencia por pareja íntima en mujeres brasileras Factors associated with intimate partner violence against Brazilian women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Flávia Pires Lucas d'Oliveira

    2009-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar a prevalência e os fatores associados à violência física e/ou sexual por parceiro íntimo em diferentes contextos socioculturais. MÉTODOS: Estudo transversal, participante do WHO Multi-country Study on Women's Health and Domestic Violence against women, com amostra representativa de mulheres no município de São Paulo e Zona da Mata de Pernambuco, região com normas mais tradicionais de gênero. Foram entrevistadas no domicílio 940 mulheres de São Paulo e 1.188 da Zona da Mata, entre 2000-1, com idade entre 15 a 49 anos que tiveram parceria afetivo-sexual com homens alguma vez na vida. Foram construídos três conjuntos de fatores, correspondentes a blocos hierarquicamente ordenados: características sociodemográficas, familiares e aspectos referentes à autonomia/submissão feminina. Utilizou-se regressão logística hierárquica na análise dos fatores associados à violência por parceiro íntimo em cada local. RESULTADOS: Encontrou-se prevalência de 28,9% em São Paulo (IC 95% 26,0;31,8 e 36,9% (IC 95% 34,1;39,6 na Zona da Mata. Escolaridade até oito anos, violência física conjugal entre os pais da mulher, abuso sexual na infância, cinco ou mais gestações e problemas com a bebida mostraram-se associados à violência por parceiro íntimo em ambos locais. Autonomia financeira da mulher, união informal, idade e consentimento na primeira relação sexual mostraram-se associadas a maiores taxas apenas na Zona da Mata. As características socioeconômicas associadas no primeiro bloco foram mediadas por outros fatores no modelo final. CONCLUSÕES: Os achados mostram a relativização dos fatores socioeconômicos diante de outros, em especial os representantes de atributos de gênero. Nas duas localidades estudadas foram encontradas diferenças socioculturais que se refletiram nos fatores associados.OBJETIVO: Estimar la prevalencia y los factores asociados a la violencia física y/o sexual por pareja íntima en

  18. Tabalho, HIV/AIDS: enfrentamento e dificuldades relatadas por mulheres Tabajo, VIH/SIDA: afrontamiento y dificultades señaladas por las mujeres Work and HIV/AIDS: coping and difficulties reported by women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosana Carvalho Mumic Ferreira

    2011-06-01

    Full Text Available A AIDS está entre as principais causas de mortalidade em mulheres de idade fértil, o que demonstra a magnitude com que essa infecção tem atingido a população feminina. Esta pesquisa visou compreender o papel do trabalho no enfrentamento da aids entre mulheres. A pesquisa foi realizada no Grupo Humanitário de Incentivo à Vida (GHIV, com 10 mulheres com idade entre 27 e 57 anos e tempo de soropositividade entre 5 e 10 anos. Análises de conteúdos da transcrição na íntegra das entrevistas permitiram identificar as seguintes categorias temáticas: “Sentidos do trabalho”; “Suporte psicossocial e preconceito”; e “Tratamento e absenteísmo”. Como resultado, o trabalho é visto como um lugar de acolhimento e suporte, mas também como um ambiente hostil, com o preconceito ainda visível. A implantação de programas nas instituições, visando minimizar a estigmatização e a discriminação, é vista como uma alternativa para a manutenção da qualidade de vida das pessoas soropositivas.El SIDA es una de las principales causas de mortalidad en mujeres en edad fértil, lo que demuestra la magnitud del impacto que esta infección ha llegado a tener en la población femenina. Esta investigación tuvo como objetivo determinar el papel que juega el trabajo en la lucha contra el SIDA entre las mujeres. La encuesta fue realizada por el Grupo Humanitário de Incentivo a la Vida (GHIV, a 10 mujeres seropositivas. El análisis de las transcripciones literales de las entrevistas permitió identificar categorías temáticas. Como resultado, el sitio de trabajo es visto no sólo como un lugar de acogida y apoyo, sino también como un ambiente hostil en donde el sesgo hacia los seropositivos sigue siendo evidente. La necesidad de implementar programas que minimicen el estigma y la discriminación es una alternativa para mejorar la calidad de vida de las mujeres portadoras del VIH.AIDS is among the leading causes of mortality in women of

  19. Respostas ao adoecimento: mecanismos de defesa utilizados por mulheres com síndrome de Turner e variantes The defenses employed by women with Turner syndrome: dealing with the disease

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vera Lúcia Soares Chvatal

    2009-01-01

    Full Text Available OBJETIVO:Conhecer as defesas utilizadas por mulheres com síndrome de Turner (ST ou formas variantes para lidar com a doença. MÉTODO: Pesquisa qualitativa com desenho exploratório, não experimental. O instrumento consistiu em entrevista psicológica semidirigida, aplicada em 13 mulheres, cuja amostragem deu-se por saturação, as quais fazem acompanhamento semestral no Centro de Atendimento Integral à Saúde da Mulher. Os dados foram interpretados utilizando-se da abordagem psicodinâmica, aliada a um quadro eclético de referenciais teóricos para discussão no espírito da interdisciplinaridade. RESULTADOS: Essas mulheres apresentaram conflitos psicossociais como dificuldades de relacionamento interpessoal; sentimentos de resignação, raiva, impotência, desvalia e quadros de depressão. As defesas utilizadas foram: repressão, negação, anulação, fantasia, adaptação e sublimação. CONCLUSÕES:As mulheres com ST ou formas variantes têm de lidar com as intercorrências orgânicas e psíquicas da enfermidade provocando grande sofrimento que, frequentemente, dificultam uma inserção social mais sadia. Neste caso, os achados deste estudo poderão nortear acompanhamento psicológico ambulatorial concomitantemente ao protocolo clínico de rotina.OBJECTIVE:To understand the defenses employed by women suffering from Turner syndrome (TS and different ways of dealing with the disease. METHOD: Qualitative research with exploratory design, non-experimental. The instrument consisted of semi-conducted psychological interview, involving 13 women, undergoing semestral medical follow-up at the Women's Health Care Center, and whose sampling was determined by saturation. Data was interpreted using the psychodynamic approach along with an eclectic framework of theoretical references for discussion in the spirit of interdisciplinary approach. RESULTS:These women displayed psychosocial conflicts such as difficulties in interpersonal relationships

  20. Uso de cosméticos por mulheres do município de Esperança, Paraíba, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexsandra Conceição Apolinário

    2013-08-01

    Full Text Available O aumento de vendas de produtos cosméticos e de higiene pessoal deve ser atentamente acompanhado pelos setores regulatórios competentes, uma vez que mais de oito mil matérias-primas são usadas na formulação destes produtos e muitas podem ocasionar efeitos adversos tóxicos ou mesmo alergias. Assim, este trabalho visou investigar quais as finalidades do uso de cosméticos entre mulheres, conhecer os mais utilizados e saber os locais de aquisição destes produtos. Tratouse de um estudo transversal, descritivo e exploratório, tendo como instrumento de coleta de dados um questionário com perguntas objetivas, aplicado entre 102 mulheres. A higiene (65,7% foi respondida como a principal finalidade de uso. Os produtos com maior frequência de utilização foram os perfumes e desodorantes (90,2%, maquiagens (74,5%, produtos para depilação (74,5% e tinturas de cabelos (41,2%. A maior parte das mulheres (63,7% relatou comprar os cosméticos em revistas. Diante dos resultados expostos, pode-se inferir que as mulheres utilizam variados tipos de cosméticos, com diferentes finalidades, o que pode implicar em risco para saúde.

  1. Feelings experienced for women burn victims: integrative review Sentimentos vivenciados por mulheres vítimas de queimaduras: revisão integrativa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Jordão de Assis Silva

    2015-12-01

    Full Text Available Objetivo: verificar na literatura a produção cientifica sobre os sentimentos de mulheres vítimas de queimaduras. Método: Realizou-se buscas nas bases de dados de pesquisa, através de um protocolo de investigação baseado nos passos do método da revisão integrativa, estabelecendo-se objetivos, questão norteadora, estratégias para busca, seleção de estudos, coleta dos dados, elaboração de planilha para avaliação crítica dos estudos. Resultados: Foram encontrados 70 artigos, destes selecionou-se 17 a partir dos critérios de inclusão estabelecidos. Conclusão: Concluiu-se que a queimadura está entre os traumas mais graves que afetam a saúde da mulher, pois, além dos problemas físicos, geram desordens na imagem corporal das mulheres acometidas, resultando em problemas de ordem psicológica e social. Descritores: Mulheres, Queimaduras, Cicatrizes, Sentimentos e Imagem Corporal.

  2. Sida e a mulher

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cláudia Chaves

    2016-02-01

    Full Text Available Os padrões epidemiológicos da pandemia do VIH/SIDA estão a mudar, fazendo prever que, nos próximos anos, o ratio homem/mulher seja de 1:1. Isto é tanto mais verdade em localizações geográficas onde a transmissão do vírus por via heterossexual é a predominante, com particular relevância para os países em vias de desenvolvimento. De entre estes, África merece destaque, já que aí as cifras assustadoras relativas a esta doença traduzem, de facto, a precariedade da condição de mulheres e crianças.  As mulheres são, no presente, o grupo mais vulnerável à SIDA, não só pelas suas condições anatomofisiológicas, mas também pela sua situação social, económica e cultural. O seu papel na família, como cuidadora, parceira sexual e, eventualmente, mãe coloca-as face aos desafios de uma doença que, apesar de crónica, tem, ainda hoje, um desfecho fatal.  Simultaneamente vítima e portadora/mensageira da doença, a mulher é confrontada com os seus comportamentos passados ("vítima culpada" ou acaba por se ver presa numa teia de contaminações sucessivas. Com frequência, começa por ser contaminada pelo seu parceiro sexual (muitas vezes, como verdadeira "vítima inocente", já que desconhece condutas e passado do homem com quem vive, tornando-se, depois, ela própria, transmissora da doença aos filhos que, provavelmente, tanto quis proteger. Em 80% dos casos de SIDA pediátrica a génese pode ser encontrada na transmissão vertical.

  3. A prática da atividade física em mulheres submetidas à cirurgia por câncer de mama: percepção de barreiras e benefícios

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Antonieta Spinoso Prado

    2004-06-01

    Full Text Available O exercício físico pós-mastectomia é importante para prevenção da limitação articular, linfedema, alterações posturais, fibrose muscular ou aderência tecidual da área cirúrgica. Objetivo: identificar as crenças a respeito da prática da atividade física, a percepção sobre os benefícios e barreiras à sua realização por um grupo de mulheres submetidas à cirurgia por câncer de mama, segundo o Modelo de Crenças em Saúde. Amostra: 30 mulheres atendidas num serviço especializado em reabilitação de mastectomizadas. Procedimento: aplicou-se um questionário contendo questões relacionadas ao conhecimento e percepções sobre a prática da atividade física, bem como aos benefícios e barreiras à sua realização. Conclusões: o grupo estudado percebeu um conjunto de benefícios sendo a falta de força de vontade a barreira mais mencionada, o conhecimento sobre a importância e a necessidade dos exercícios físicos com a presença de um profissional e o suporte dos familiares foram os incentivos mais referidos pelas mulheres estudadas.

  4. Largada pelo marido! O estigma vivido por mulheres em Tianguá-CE ¡Dejada por el marido! El estigma vivido por mujeres en Tianguá-Ce Abandoned by her husband! The stigma confronted by women in Tianguá-Ce

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Virginia Moreira

    2007-04-01

    Full Text Available Este artigo descreve um estudo sobre a vivência de rompimento do casamento de mulheres deixadas por seus maridos. Teve como objetivo compreender como mulheres de Tianguá - CE - Brasil vivenciavam a ruptura da relação, descrevendo os fatores reconhecidos como agentes do rompimento da relação amorosa. A partir da experiência vivida morando em Tianguá, nossa hipótese era que essas mulheres vivenciavam o rompimento como uma experiência estigmatizada de desestruturação de sua vida pessoal. Utilizando a metodologia fenomenológica crítica com base na filosofia de Merleau-Ponty, realizamos entrevistas semi-estruturadas com 15 mulheres, com idade entre 25 e 35 anos, que haviam morado com o parceiro e com ele tinham filhos e cuja relação marital tinha se rompido havia pelo menos dois anos. Os resultados confirmaram nossas suspeitas: as mulheres colaboradoras deste estudo se sentiam estigmatizadas, encontrando no corpo um aparato para as emoções que expressavam sua dor e reconhecendo-se como incompetentes e discriminadas pela cultura patriarcal local.Este artículo describe un estudio sobre la vivencia de rompimiento del casamiento de mujeres dejadas por sus maridos. Tuvo como objetivo comprender cómo mujeres de Tianguá-Ce-Brasil vivenciaban la ruptura de la relación, describiendo los factores reconocidos como agentes del rompimiento de la relación amorosa. La partir de la experiencia vivida viviendo en Tianguá, nuestra hipótesis era la de que esas mujeres vivenciaban el rompimiento como una experiencia estigmatizada de desestructuración de su vida personal. Utilizando la metodología fenomenológica crítica, con base en la filosofía de Merleau-Ponty, realizamos encuestas semiestructuradas con 15 mujeres, con edad entre 25 y 35 años, que habían vivido con la pareja y con él tenían hijos y cuya relación matrimonial se había roto hacía por lo menos dos años. Los resultados confirmaron nuestras sospechas: las mujeres

  5. A FREQUENTE LUTA DAS MULHERES POR PUNIÇÕES AOS SEUS AGRESSORES: FEMINICÍDIO X LEI MARIA DA PENHA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Brizza Oliveira Lima

    2017-03-01

    Full Text Available Resumo: Ainda que existam leis no ordenamento jurídico brasileiro que visam proteger os direitos humanos das mulheres, como a lei nº 11.340 de 07 de Agosto de 2006 – Lei Maria da Penha, e a mais recente, lei nº 13.104 de 09 de março de 2015 – Lei do Feminicídio, que inseriu no §2º do artigo 121, do Código Penal a figura do feminicídio como qualificadora do crime de homicídio, perdura ainda, a persistência da violência contra a mulher. Este artigo busca responder a seguinte questão: Se a Lei Maria da Penha fosse mais bem estruturada na sua aplicabilidade, o Feminicídio diminuiria? Com base nas informações coletadas em artigos científicos, pesquisas, leis e em doutrinas do Direito das quais demonstram que a figura do Feminicídio, pode em certas hipóteses imiscuir-se no conhecimento da Lei Maria da Penha, a qual ao ponto de vista deste estudo poderia prevenir diversos feminicídios, preservando a vida de cada uma das mulheres violentadas e muitas vezes mortas.

  6. Anos potenciais de vida perdidos por mulheres vítimas de homicídio na cidade do Recife, Pernambuco, Brasil Years of potential life lost by female homicide victims in Recife, Pernambuco State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonildo Severino da Silva

    2011-09-01

    Full Text Available Estudo epidemiológico, transversal, objetivando calcular os anos potenciais de vida perdidos por mulheres vítimas de homicídio na cidade do Recife, Pernambuco, Brasil, no quinquênio 2003-2007. Utilizou-se de um banco de dados da Gerência Operacional de Informação de Mortalidade e Natalidade da Secretaria de Saúde do Recife, e foram revisadas todas as declarações de óbitos das vítimas de homicídio, com idade fértil no quinquênio analisado. Os resultados revelaram que houve 12.120 anos potenciais de vida perdidos, no período, por mulheres jovens, negras (88%, de escolaridade desconhecida (78,2%, solteiras (80%, mortas na Região Político-administrativa III, que foram assassinadas com uso de arma de fogo, no próprio domicílio. A taxa de mortalidade específica, no período, correspondeu a 10,8 por 100 mil mulheres em idade fértil. Os 43,3 anos de vida perdidos por cada vítima refletem, entre outros aspectos, as características do município, relativas ao nível de pobreza, desemprego, densidade populacional, instabilidade residencial, desigualdade social, que expõem seus habitantes a crises sociais, crimes e violência.This cross-sectional epidemiological study aimed to calculate the potential years of life lost by female homicide victims in Recife, Pernambuco State, Brazil, in 2003-2007. A database was used from the Operational Division for Information on Births and Deaths under the Recife Municipal Health Department. All death certificates for childbearing-age women were reviewed for the five-year period. The results showed a total of 12,120 potential years of life lost by these women, mostly young, black (88%, with unknown levels of schooling (78.2%, single (80%, in District III of the city, and murdered with firearms in their own homes. The specific mortality rate was 10.8 homicides per 100,000 childbearing-age women. The 43.3 years of life lost per woman express the city's characteristics, poverty levels, unemployment

  7. Prevalência e fatores associados à violência sofrida em mulheres encarceradas por tráfico de drogas no Estado de Pernambuco, Brasil: um estudo transversal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valquíria Pereira Ferreira

    2014-07-01

    Full Text Available Este estudo objetivou estimar a prevalência e os fatores associados à violência sofrida nos 24 meses anteriores ao encarceramento de mulheres por tráfico de drogas em Colônia Penal Feminina no Estado de Pernambuco. Realizou-se um estudo de corte transversal incluindo 290 mulheres com 18 ou mais anos de idade e com até doze meses de encarceramento no período da coleta de dados. Utilizou-se como instrumento um questionário pesquisando variáveis socioeconômicas e demográficas e características da violência e do tráfico de drogas. Todas as participantes assinaram o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. A associação e a intensidade entre as variáveis de exposição e resposta foram determinadas pelo teste qui-quadrado e valores (p < 0,05 considerados estatisticamente significantes. O estudo mostrou que 71,4% das mulheres eram jovens; 78,9% não brancas; 85,8% solteiras com filhos; 83,3% tinham baixa escolaridade e 72,6% recebiam renda inferior ao salário mínimo. Usaram drogas ilícitas 47,3% e desenvolveram algum papel no tráfico de drogas 67,5%. Prevalências elevadas para algum tipo de violência sofrida foram observadas na população estudada e o companheiro foi identificado como perpetrador mais frequente (44,1%, sugerindo maior atenção das autoridades nas ações de prevenção desses agravos.

  8. Infecção por Chlamydia trachomatis e Neisseria gonorrhoeae em mulheres atendidas em serviço de planejamento familiar Chlamydia trachomatis and Neisseria gonorrhoeae among women in a family planning clinic

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arlete Maria dos Santos Fernandes

    2009-05-01

    Full Text Available OBJETIVO: estudar a prevalência de infecções por Chlamydia trachomatis (CT e Neisseria gonorrhoeae (NG entre mulheres adolescentes e jovens em ambulatório de planejamento familiar. MÉTODOS: um total de 230 mulheres com idade menor ou igual a 24 anos e antecedente de até quatro parceiros sexuais foram acompanhadas por até 48 meses, com coletas de urina para pesquisa de CT e NG pelo método da reação em cadeia da polimerase nos meses 1, 12, 24, 36 e 48. As variáveis estudadas foram faixa etária, escolaridade, estado marital, número de gestações, abortos e filhos vivos, idade de início da vida sexual, uso anterior e atual de condom, uso anterior de dispositivo intrauterino, número de parceiros nos últimos seis meses e tempo de seguimento. Realizou-se análise bivariada das variáveis segundo os testes positivos para CT e NG e análise múltipla por regressão logística. RESULTADOS: a frequência de infecções por CT foi de 13,5% e por NG de 3%, duas mulheres apresentaram ambos os testes positivos. O antecedente de uso de dispositivo intrauterino foi associado aos testes positivos para NG. CONCLUSÕES: as prevalências de infecção por CT e NG foram altas na faixa etária estudada e o rastreamento de mulheres jovens deve ser considerado em nossos serviços para controle da disseminação e prevenção de sequelas das doenças sexualmente transmissíveis.PURPOSE: to study infection prevalence by Chlamydia trachomatis (CT and Neisseria gonorrhoeae (NG, among adolescent and young women in a family planning outpatient clinic. METHODS: a total of 230 women up to 24 years old and history of up to four sexual partners have been followed-up for 48 months, with urine collection to search CT and NG, by the polymerase chain reaction method at the 1st, 12nd, 24th, 36th and 48th months. The variables studied were age group, schooling, marital status, number of gestations, abortions and children alive, age at the onset of sexual life, previous

  9. Restrições causadas pela incontinência urinária à vida da mulher Restricciones ocasionadas por la incontinencia urinaria en la vida de la mujer Urinary incontinence restrictions in women's life

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Helena Baena de Moraes Lopes

    2006-03-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi identificar as restrições causadas pela incontinência urinária (IU à vida da mulher, considerando-se o tipo de incontinência, e verificar como manejam este problema. Trata-se de uma análise secundária de dados obtidos em estudo anterior, coletados por meio de entrevista com perguntas abertas e fechadas. A amostra foi composta por 164 mulheres com queixa de IU, internadas em clínicas de ginecologia e urologia de dois hospitais-escola da cidade de Campinas, SP. Apresentavam idade entre 25 e 85 anos e 104 (64% referiram uma ou mais restrições. Citaram alterações nas atividades sexuais (40,9%, sociais (33,5%, domésticas (18,9% e ocupacionais (15,2%. A incontinência urinária mista e a de urgência forem as que mais afetavam a vida das mulheres. A estratégia mais utilizada para minimizar a IU foi o uso de forro e/ou absorvente higiênico. Concluiu-se que a IU tem implicações negativas no cotidiano dessas mulheres.En este estudio se tuvo como objetivo identificar las restricciones causadas por la incontinencia urinaria (IU en la vida de la mujer, considerándose el tipo de incontinencia, y verificar cómo manejan este problema. Se trata de un análisis secundario de datos obtenidos en un estudio anterior, recolectados por medio de entrevista con preguntas abiertas y cerradas. La muestra estuvo compuesta por 164 mujeres con queja de IU, internadas en clínicas de ginecología y urología de dos hospitales docentes de la ciudad de Campinas, SP. Las mujeres tenían entre 25 y 85 años de edad, habiendo relatado 104 (64% de ellas una o más restricciones. Citaron alteraciones en las actividades sexuales (40,9%, sociales (33,5%, domésticas (18,9% y ocupacionales (15,2%. La incontinencia urinaria mixta y la de urgencia fueron las que más afectaban la vida de las mujeres. La estrategia más utilizada para minimizar la IU fue el uso de paños y/o toallas higiénicas. Se concluyó que la IU tiene implicancias

  10. Para além da maldade, da loucura e da vitimização: agência intencional e volição em crimes violentos praticados por mulheres = Beyond evil, madness and victimization: intentional agency and violent crimes practiced by women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ratton, José Luiz

    2016-01-01

    Full Text Available A literatura criminológica tem apontado há muitos anos que as mulheres matam muito mais raramente que os homens. O argumento central deste texto propõe que os assassinatos cometidos por mulheres não podem ser explicados deterministicamente por transtornos mentais ou processos de vitimização, antigos ou recentes. Sem excluir a eventualidade da existência de tais mecanismos psicossociais, buscamos discutir a ideia de que as mulheres também matam de forma deliberada, em atos que envolvem vontade (ou volição, intencionalidade, racionalidade, emoções como raiva e ódio, que podem estar associados de forma relativamente autônoma a processos de vitimização remotos ou recentes e mesmo a transtornos mentais passageiros ou permanentes

  11. Mulheres que fazem sexo com mulheres: algumas estimativas para o Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Barbosa Regina Maria

    2006-01-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho é descrever a proporção de mulheres que fazem sexo com mulheres, com base em três recortes temporais a partir de dados produzidos por um inquérito populacional de abrangência nacional realizado em 1998. A proporção de mulheres que relatam relações sexuais com mulheres na vida diminui de 3% para 1,7% nos cinco anos anteriores à pesquisa, mantendo-se praticamente no mesmo patamar, 1,7%, no último ano. Ao comparar esses dados com os disponíveis para os homens, os resultados sugerem que homens e mulheres transitam entre experiências homo e heterossexuais de maneiras distintas ao longo da vida.

  12. Mulheres que fazem sexo com mulheres: algumas estimativas para o Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Regina Maria Barbosa

    Full Text Available O objetivo deste trabalho é descrever a proporção de mulheres que fazem sexo com mulheres, com base em três recortes temporais a partir de dados produzidos por um inquérito populacional de abrangência nacional realizado em 1998. A proporção de mulheres que relatam relações sexuais com mulheres na vida diminui de 3% para 1,7% nos cinco anos anteriores à pesquisa, mantendo-se praticamente no mesmo patamar, 1,7%, no último ano. Ao comparar esses dados com os disponíveis para os homens, os resultados sugerem que homens e mulheres transitam entre experiências homo e heterossexuais de maneiras distintas ao longo da vida.

  13. Lesão anal por papilomavírus humano em mulher vivendo com HIV/aids = Anal lesion caused by human papillomavirus in a woman living with HIV/AIDS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Diefenthäler, Vanessa Laís

    2017-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Descrever um caso de lesão anal causada por infecção pelo papilomavírus humano em uma mulher vivendo com HIV/aids. DESCRIÇÃO DO CASO: Mulher de 35 anos, diagnosticada há cinco anos com HIV, relatou prurido e sangramento anal, dor ao defecar e visualização de pequenas verrugas na região perianal. Atendida em um serviço de atenção especializada, foi submetida a exame clínico com inspeção visual, o qual revelou condiloma na região perianal. O exame histopatológico confirmou a presença de displasia de grau moderado a acentuado associado a alterações compatíveis com infecção pelo papilomavírus humano. A paciente foi encaminhada para exérese da lesão. No início dos sintomas, a paciente ainda não fazia uso da terapia antirretroviral e apresentava a maior carga viral do HIV de seu histórico laboratorial, com 2. 951 cópias/ml. Também havia passado por estresse emocional e estava com infecções genitais recorrentes pelo vírus Herpes simplex. Esses fatores podem ter contribuído para o desenvolvimento do condiloma anal. CONCLUSÕES: A possibilidade de que a infecção pelo HIV possa alterar a história da infecção pelo HPV alerta para que nessas situações sejam adotadas estratégias rigorosas de rastreamento através do exame citológico, tanto do colo do útero como da região anal

  14. Inquérito domiciliar sobre uso da Fisioterapia por mulheres em Guarapuava-Paraná-Brasil Household survey into physiotherapy use by women in Guarapuava-Paraná-Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cíntia Raquel Bim

    2011-09-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi verificar a prevalência do uso da fisioterapia por mulheres e analisar as variáveis associadas à sua utilização. Foi realizado estudo transversal de base populacional incluindo 885 mulheres com idade mínima de 18 anos residentes na zona urbana de Guarapuava, estado do Paraná, Brasil. Considerou-se nível de confiança de 95% e margem de erro de 3% para cálculo amostral. A amostra foi selecionada aleatoriamente, e as entrevistas foram realizadas entre outubro e dezembro de 2006. Utilizou-se os softwares Statistica 7.1 e SAS 9.1 para análise dos dados, calculou-se prevalência, qui quadrado, análise multivariada (análise de correspondência e realizou-se regressão logística. A prevalência do uso da fisioterapia por mulheres foi de 27,3%, onde 48% utilizaram o serviço público, 45% assistência privada, e apenas 7% assistência particular. Variáveis como idade, profissão, classificação econômica e tipo de assistência à saúde estiveram associadas à realização de fisioterapia (pThe scope of this study was to evaluate the prevalence of the use of physiotherapy by women and analyze the variables associated with its utilization. A population-based cross-sectional study was carried out with 885 women aged over 18 living in the urban area of Guarapuava, Parana state, Brazil. A confidence level of 95% and an error margin of 3% were used for sample calculations. The sample was randomly selected and the interviews were carried out between October and December 2006. Statistica 7.1 and SAS 9.1 software was used to analyze the data, and the prevalence, chi-square and multivariate analysis were calculated and logistic regression was performed. The prevalence of the use of physiotherapy by women was 27.3%, where 48% used the public service, 45% used health insurance services and only 7% used private services. Variables including age, profession, financial conditions and type of assistance were associated with

  15. Lifestyle changes after osteoporotic fractures in elderly women Mudanças dos hábitos de vida após fratura por osteoporose em mulheres idosas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo Medeiros Pinheiro

    2003-10-01

    ção idosa. MÉTODOS: para avaliar se mulheres com osteoporose modificam seus hábitos de vida após a fratura, selecionamos 518 mulheres idosas caucasianas de nosso Serviço Ambulatorial de Reumatologia (122 com fratura, que foram seguidas por um ano. O questionário de avaliação foi baseado no European Vertebral Osteoporosis Study (EVOS e contém tópicos relacionados com queda, massa óssea e fratura. Radiografias lateral da coluna torácica e lombar foram realizadas de acordo com protocolo padrão para verificar fratura vertebral. Densidade mineral óssea foi medida por meio de densitômetro Lunar DPX, Madison, WI. O comportamento das mulheres foi analisado antes e após a fratura. RESULTADOS: antes da fratura, 34% das mulheres tinham pior percepção da saúde, 40,2% caminhavam pelo menos meia hora por dia, 14,7% usavam bengalas, 56,6% queixavam-se de tonturas, 59,6% possuíam tapetes espalhados pela casa, 78,9% usavam transporte público, 21,1% utilizavam transporte privado (carro e 36,8% usavam solado de couro e não de borracha. Após a fratura, 66,4% das mulheres tinham pior percepção da saúde; 69,7% ficaram mais sedentárias, 27,9% usavam mais bengalas, 63,4% queixavam-se de mais tonturas, 38,3% tinham retirado os tapetes de casa, 68,1% trocaram o transporte público por privado e 55,7% modificaram o solado dos sapatos de couro para borracha. Fatores de risco relacionados com a massa óssea não foram modificados após a fratura. CONCLUSÕES: estes achados sugerem que mulheres idosas modificam somente os hábitos de vida relacionados com quedas, mas não aqueles relacionados com a massa óssea após a fratura por osteoporose. Pesquisas são necessárias a fim de avaliar quais estratégias de intervenção podem ocasionar melhores resultados na prevenção de fraturas por osteoporose.

  16. Enfrentamento da violência doméstica por um grupo de mulheres após a denúncia A group of women coping with domestic violence after the denouncements

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eriza de Oliveira Parente

    2009-08-01

    Full Text Available Este estudo analisa as formas de enfrentamento encontradas por mulheres vítimas da violência doméstica, no decorrer e após a denúncia, em Fortaleza, Ceará, Brasil. Com abordagem qualitativa e caracterizando-se como pesquisa participante, nove mulheres, que se denominaram vítimas de violência doméstica e romperam com o silêncio fazendo a denúncia, participaram do estudo, de agosto a outubro de 2007, no Centro Estadual de Referência e Apoio à Mulher (CERAM. Grupo focal, anotações no diário de campo e observações foram as técnicas de coleta de dados, e estes foram submetidos à análise categorial e discutidos com suporte no Modelo de Crenças em Saúde. O medo, a falta de apoio, a dependência financeira, a vergonha, a maternidade e a cultura emergiram do estudo como percepção da suscetibilidade e das barreiras identificadas; o risco de morte foi percebido como severidade; o apoio da família e de amigos, a lei, os setores de proteção e Deus foram os benefícios relatados, configurando-se como formas de enfrentamento. Para elas, a violência ultrapassou os limites da natureza física, pois envolveu sofrimento psicológico, emocional, econômico e social. Desse modo, essas mulheres romperam o silêncio presente nas relações violentas e procuraram estratégias para minimizar o sofrimento.This paper provides an analysis of confrontation ways that female victims of domestic violence found during and after denunciation in Fortaleza, Ceará, Brazil. Nine women self-denominated victims of violence who broke silence and denunciated their aggressors participated in this qualitative and participative research from August to October 2007, in the State Center of Reference for Women Support (CERAM. The data collectors used the focal group, the reports in the field diary and observation, and the data were submitted to categorical analysis, and discussed based on Health Belief Model. Fear, lack of support, financial dependence, shame

  17. Avaliação do Parceiro Sexual e Risco de Recidivas em Mulheres Tratadas por Lesões Genitais Induzidas por Papilomavírus Humano (HPV Male Sexual Partner Evaluation and Relapse Risk in Women Treated for Genital Human Papillomavirus (HPV Lesions

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Júlio César Teixeira

    2002-06-01

    Full Text Available Objetivo: estudar a associação entre a avaliação ou não do parceiro e recidivas em mulheres tratadas por lesões por HPV. Métodos: estudo de coorte reconstituído com 144 mulheres com lesões por HPV e cujos parceiros foram avaliados, comparadas com 288 mulheres cujos parceiros não foram examinados, controladas por data do atendimento, idade, grau das lesões e tratamento, todos atendidos entre julho/1993 e março/2000. Avaliaram-se a semelhança entre os grupos, a associação entre a avaliação ou não dos parceiros ou o diagnóstico de lesões com a ocorrência e grau das recidivas nas mulheres e o tempo livre de doença (TLD. Resultados: os grupos foram semelhantes com relação às variáveis de controle. Encontrou-se 9,0% de recidivas nas mulheres cujos parceiros foram avaliados e 5,9% quando os parceiros não foram (p=0,23. Quando se diagnosticaram lesões nos homens, 12,5% das suas parceiras apresentaram recidivas contra 7,3% das parceiras de homens sem lesões (p=0,23, mas sem correlação com o grau da lesão recidivada e TLD. Quando o homem referiu relação conjugal monogâmica de até 12 meses, observou-se 14,9% de recidivas nas mulheres, contra 6,2% para as mulheres cujo parceiro relatou tempo maior (p=0,08. Conclusões: a avaliação do homem não diminuiu o risco de recidivas de lesões por HPV na parceira. A presença de lesões nos parceiros não se correlacionou com a ocorrência e grau das recidivas nas mulheres e TLD. Estas observações não suportam a hipótese de que os homens não avaliados seriam importante causa de recidivas nas parceiras.Purpose: to study the association between the evaluation or not of the male partner and relapses in women treated for HPV lesions. Methods: a reconstituted cohort study with 144 women with HPV lesions and whose partners had been evaluated, compared with 288 women whose partners had not been examined, controlled regarding date of attendance, age, lesion degree and treatment

  18. Perfil de mulheres admitidas em uma UTI obstétrica por causas não obstétricas Profile of women admitted at an obstetric ICU due to non-obstetric causes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marta de Andrade Lima Coêlho

    2012-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Caracterizar pacientes admitidas durante o ciclo gravídico-puerperal por causas não obstétricas na unidade de terapia intensiva (UTI obstétrica de um Hospital Terciário no Nordeste do Brasil. MÉTODOS: Realizou-se um estudo descritivo, analisando as participantes de um estudo de coorte ambidirecional entre janeiro de 2005 e outubro de 2010. Foram incluídas 500 pacientes admitidas durante o ciclo gravídico-puerperal por causas não obstétricas em uma UTI Obstétrica no Nordeste do Brasil, excluindo-se os casos de doença trofoblástica gestacional (DTG, prenhez ectópica, óbito ou internamento na UTI com tempo inferior a 24 horas e falta de condições de assinar o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE. Foram analisadas as variáveis biológicas, sociodemográficas, obstétricas e clínicas. A análise estatística foi realizada no programa Epi-Info 3.5.3. RESULTADOS: Entre 5.078 internamentos obstétricos no setor, 500 pacientes (9,8% foram por causas não obstétricas. A média de idade foi 25,9 anos, houve predominância de mulheres pardas (68,9%, e o IMC médio foi de 27,5. Em 79,9% dos casos, as mulheres tinham companheiro, e escolaridade acima de oito anos de estudo foi constatada em 49,2%. Os principais diagnósticos clínicos observados no momento do internamento na UTI foram cardiopatia, trombose venosa profunda (TVP, infecção do trato urinário (ITU, asma, edema agudo de pulmão (EAP e pneumonia comunitária. Acesso central foi usado em 10,2% das pacientes, 11% foram submetidas à ventilação mecânica e 20,4%, à transfusão, tendo o óbito ocorrido em 4,0%. CONCLUSÃO: Mulheres admitidas na UTI obstétrica por causas não obstétricas representam parcela significativa das pacientes do setor. São mulheres jovens; e os principais diagnósticos de admissão foram doenças cardiovasculares, respiratórias e infecciosas, verificando-se uma letalidade de 4,0%.OBJECTIVE: To characterize patients admitted

  19. Mulheres do petróleo

    OpenAIRE

    Perrelli, Marly Terezinha

    2005-01-01

    Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologia A participação das mulheres no mercado de trabalho de trabalho ocupa lugar de destaque no campo das ciências humanas e sociais nos últimos anos. A presente pesquisa refere-se à dissertação do Mestrado em Psicologia (UFSC/UNOESC) que teve como objetivo principal identificar os sentidos atribuídos por homens e mulheres ao desempenho em tarefas antes...

  20. Itinerário percorrido pelas mulheres na descoberta do câncer Camino recorrido por las mujeres en la descubierta del cáncer The journey experienced by women through a cancer diagnosis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Aparecida Salci

    2009-09-01

    Full Text Available Este estudo se propõe a desvelar o itinerário vivenciado pelas mulheres no processo de descoberta do diagnóstico de câncer. Como estratégia teórico-metodológica, foram utilizados o Interacionismo Simbólico e a Grounded Theory. Foram informantes do estudo 20 indivíduos 10 mulheres portadoras de câncer e seus respectivos familiares significantes. Os resultados mostram desde o momento em que elas vivenciam as primeiras percepções sobre a alteração fisiológica em seu corpo, passando pela busca de ajuda profissional, até o recebimento do diagnóstico de câncer. O itinerário apresentado permite conhecer aspectos da realidade experienciada anteriormente ao recebimento do diagnóstico e ressalta a importância de os profissionais valorizarem mais as queixas das pessoas que os procuram, percebendo que se esta procura aconteceu é porque a pessoa está preocupada. Esta atitude pode favorecer a identificação precoce do problema e, por conseguinte, garantir melhor prognóstico e qualidade de vida.Este estudio propone revelar el camino vivido por las mujeres en el proceso de descubierta del diagnóstico de cáncer. Como estrategia teórico-metodológica fueron utilizados el Interaccionismo Simbólico y la Grounded Theory. Fueron investigados durante el estudio 20 individuos 10 mujeres portadoras de cáncer y sus respectivos familiares próximos. Los resultados muestran desde el momento en que ellas notan las primeras diferencias sobre la alteración fisiológica en su cuerpo, pasando por la búsqueda de ayuda profesional hasta el recibimiento del diagnóstico de cáncer. El camino presentado permite conocer aspectos de la realidad vivida anteriormente al recibimiento del diagnóstico y resalta la importancia de que los profesionales valoren más las quejas de las personas que los buscan, percibiendo que si esta búsqueda ocurrió es porque la persona está preocupada. Esta actitud puede facilitar la identificación precoz del problema y

  1. À procura de um outro constitucionalismo económico: construindo a cidadania a partir de iniciativas de economia solidária e popular lideradas por mulheres do Sul

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Teresa Cunha

    Full Text Available Resumo Onde existe cidadania, existe uma constituição. No âmbito da soberania política liberal, por meio da constituição, definem-se os deveres do Estado, estabelecem-se critérios de partilha do poder e limites ao seu exercício. Um desses limites prescreve as fronteiras e as continuidades da relação entre estado e economia. Nesse sentido, enquanto a vertente liberal das constituições tende a reforçar as barreiras da intervenção do Estado na economia, as constituições sociais têm inovado o repertório de previsão de direitos económicos e sociais, bem como mecanismos para impelir a sua aplicabilidade. Neste artigo, argumentamos a necessidade de ampliar o cânone do constitucionalismo económico a partir das experiências de injustiça epistémica (Santos, 2014. A partir de baixo, isto é, das iniciativas engendradas e lideradas por mulheres no Brasil, em Moçambique e África do Sul, pretendemos trazer novos elementos de racionalidade moral e prática política que questionam os princípios subjacentes à funcionalidade económica e do progresso nacional, como está previsto nas constituições. A nossa pesquisa discute, ainda, o impacto efetivo destas socioeconomias nas mudanças sociais e no avanço da cidadania económica.

  2. Prevalência da violência contra a mulher por parceiro íntimo em regiões do Brasil Prevalence of intimate partner violence against women in regions of Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lilia Blima Schraiber

    2007-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar os resultados do WHO Multi-country Study on Women´s Health and Domestic Violence sobre a prevalência da violência contra mulheres por parceiros íntimos encontrada no Brasil. MÉTODOS: Estudo transversal integrante do WHO Multi-country Study on Women's Health and Domestic Violence against women, realizado em dez países, entre 2000-2003. Em todos os locais foi utilizado questionário estruturado padronizado, construído para o estudo. Para conhecer contrastes internos a cada país, a maior cidade e uma região rural foram investigadas, sempre que factível. Foi selecionada amostra representativa da cidade de São Paulo e de 15 municípios da Zona da Mata de Pernambuco constituída por mulheres de 15 a 49 anos de idade. Foram incluídas 940 mulheres de São Paulo e 1.188 de Pernambuco, que tiveram parceria afetivo-sexual alguma vez na vida. A violência foi classificada nos tipos psicológica, física e sexual, sendo analisadas suas sobreposições, recorrência dos episódios, gravidade e época de ocorrência. RESULTADOS: Mulheres de São Paulo e Pernambuco relataram, respectivamente, ao menos uma vez na vida: violência psicológica (N=383; 41,8% e N=580; 48,9%, física (266; 27,2% e 401; 33,7%; sexual (95; 10,1% e 170; 14,3%. Houve sobreposição dos tipos de violência, que parece associada às formas mais graves de violência. A maior taxa da forma exclusiva foi, para São Paulo e Pernambuco, a da violência psicológica (N=164; 17,5% e N=206; 17,3% e a menor da violência sexual (N=2;0,2% e 12; 1,0% CONCLUSÕES: Os resultados mostram a violência como um fenômeno de alta freqüência. Os achados reiteram estudos internacionais anteriores quanto à grande magnitude e superposições das violências por parceiro íntimo.OBJECTIVE: To analyze the results from the "WHO Multi-country Study on Women's Health and Domestic Violence", on the prevalence of intimate partner violence against women found in Brazil. METHODS: This

  3. O estigma da violência sofrida por mulheres na relação com seus parceiros íntimos The stigma of violency suffered by women in their intimate relationship with partners

    OpenAIRE

    Virginia Moreira; Georges Daniel Janja Bloc Boris; Nadja Venâncio

    2011-01-01

    Este artigo descreve uma pesquisa sobre o estigma da violência sofrida pelas mulheres na relação com seus parceiros íntimos. Focaliza a compreensão de quais fatores determinantes na relação agressivo-abusiva concorrem para que as mulheres sintam tanta dificuldade de denunciar seus agressores. Fizemos uso do método fenomenológico crítico mundano e, como instrumento, usamos entrevistas áudio-gravadas. Os resultados mostram que essas mulheres suportam várias modalidades de violência na relação c...

  4. Percepções de risco teratogênico por gestantes e mulheres em idade fértil no Sul do Brasil : uma abordagem qualitativa e quantitativa

    OpenAIRE

    Emilia da Silva Pons

    2012-01-01

    A percepção de risco teratogênico equivocada pode levar à privação de uso de medicamentos seguros e à relutância ou não adesão ao tratamento farmacológico durante a gestação. Estudos prévios realizados em países desenvolvidos sugerem que a percepção de risco teratogênico ao uso de medicamentos é superestimada por gestantes, não gestantes e profissionais de saúde. Grande parte destes estudos foi realizada em centros de aconselhamento teratogênico e utilizou apenas uma técnica de aferição da pe...

  5. O ALÍVIO DA DOR ONCOLÓGICA: ESTRATÉGIAS CONTADAS POR ADOLESCENTES COM CÂNCER

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Amanda de Fatima Portugal Rocha

    2015-01-01

    Full Text Available Ante el impacto negativo del dolor en la calidad de vida del paciente oncológico, identificar y estimular el uso de estrategias eficaces para minimizar esas sensaciones dolorosas es muy relevante para el cuidado. El objetivo de este estudio fue identificar experiencias dolorosas de adolescentes con cáncer y conocer sus estrategias para aliviar el dolor. Estudio exploratorio con análisis cualitativo de los datos. Fueron realizadas entrevistas semiestructuradas con nueve adolescentes con cáncer, que relataron experiencias dolorosas agudas, recurrentes y crónicas, físicas y emocionales. Para aliviar esos dolores, describieron estrategias farmacológicas y no farmacológicas, tales como: distracción; presencia de familiares, posicionamiento en el lecho, colaboración para efectuar procedimientos y mantenimiento de pensamiento positivo. Así, es fundamental que los profesionales de salud conozcan las evidencias disponibles para el alivio del dolor y desarrollen habilidades para articular ese conocimiento a su experiencia profesional, así como estrategias de los propios pacientes.

  6. Estratégias de enfrentamento da incontinência urinária por mulheres Estrategias de enfrentamiento femenino de la incontinencia urinaria Women's strategies for coping with urinary incontinence

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rita de Cássia Altino Delarmelindo

    2013-04-01

    Full Text Available Este artigo é parte de uma pesquisa qualitativa mais abrangente que utilizou como referencial teórico-metodológico a Grounded Theory e o Interacionismo Simbólico, resultando no modelo teórico denominado Entre o sofrimento e a esperança: a reabilitação da incontinência urinária como componente interveniente. Com a intenção de comunicar todo o conhecimento produzido, apresenta-se parte desse modelo, referente ao processo de enfrentamento da incontinência urinária por mulheres sem perspectivas de acesso ao tratamento cirúrgico, após falha dos procedimentos conservadores. Ao inter-relacionar os componentes (categorias e subcategorias relativos à experiência dessas mulheres, buscando compará-los e analisá-los para compreender a interação entre eles, notou-se vulnerabilidade moral e psicossocial no movimento da experiência do grupo, suscetibilizando-o a riscos à saúde e ao comprometimento da qualidade de vida. Pesquisas são necessárias para aprofundar a compreensão de experiências em que haja barreira ao tratamento cirúrgico por descrédito do profissional médico sobre sua efetividade.El artículo forma parte de una investigación cualitativa más abarcadora que utilizó como referencial teórico-metodológico la Grounded Theory y el Interaccionismo Simbólico, resultando en el modelo teórico denominado Entre el sufrimiento y la esperanza: la rehabilitación de la incontinencia urinaria como componente interviniente. Con intención de comunicar el conocimiento producido, se presenta parte de dicho modelo, referido al proceso de enfrentamiento de la incontinencia urinaria en mujeres sin perspectivas de acceso a tratamiento quirúrgico, habiendo fallado los procedimientos conservadores. Al interrelacionarse los componentes (categorías y subcategorías relativos a la experiencia de dichas mujeres, buscando compararlos y analizarlos para entender su interacción, se notó vulnerabilidad moral y psicosocial en el tr

  7. ALEITAMENTO MATERNO EXCLUSIVO E AUTOEFICÁCIA MATERNA ENTRE MULHERES EM SITUAÇÃO DE VIOLÊNCIA POR PARCEIRO ÍNTIMO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Laura Marina Bandim Mariano

    2016-01-01

    Full Text Available Este estúdio tiene como evaluar la práctica de la lactancia materna entre mujeres em situación de violência del compañero íntimo durante elembarazo actual para la duración de lan lactancia materna exclusiva, el nivel de autoeficacia de amamantar y factores relacionados a la iniciación, el establecimiento de la lactancia y el destete precoz. Estudio transversal. 63 mujeres participaron em situación de violência del compañero íntimo em el embarazo actual, identificado por encuesta em el servicio prenatal. La recolección de datos se realizo em el prenatal y postparto. Se utilizo um cuestionario de identificación de violência del compañero íntimo, Breastfeeding Self-Efficacy Scale y información de los registros médicos. El promedio de días de lactancia materna exclusiva fue 19,08. No hubo asociacióne stadísticamente significativa entre la duración de la lactancia materna exclusiva a los 30 y 70 días después del parto y tipos de violência del compañero, asi como prácticas de cuidado con nível de autoeficacia de amamentar. Se encontro asociación entre el tipo de lactancia materna a los 30 y 70 días después del parto y mejores condiciones vitales de lo recien nacido con el nível de autoeficacia de amamentar.

  8. Violência doméstica e a Lei Maria da Penha: perfil das agressões sofridas por mulheres abrigadas em unidade social de proteção

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luana Bandeira de Mello Amaral

    2016-06-01

    Ceará. Trata-se de um estudo seccional, exploratório-descritivo e documental. A amostra foi composta por 197 prontuários das mulheres atendidas em uma Unidade de Proteção Especial do Estado do Ceará entre os anos de 2001 e 2012. Os dados foram analisados através do SPSS® versão 20. As questões éticas deste estudo foram alicerçadas na Resolução n.º 466/12. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa (COMEPE da Universidade Federal do Ceará, por meio do protocolo nº 369.332. Os resultados apontam que as mulheres agredidas são jovens (53,5%, pardas (47,2%, sem união estável (68,0%, com baixa escolaridade (91,4%, sem renda mensal fixa (30,5%, que residem em casa própria (35,5% com familiares (13,7%, são beneficiárias de algum programa de transferência de renda (26,9% e não possuem trabalhos formais (69,1%. Os agressores são jovens (71,7%, p=0,862, desenvolvem trabalho manual (41,5%, p=0,976, consomem álcool (86,8%, p=0,814, drogas ilícitas (54,7%, p=0,249 e cigarro (54,7%, p=0,931. Após a implantação da LMP, os agressores possuem mais antecedentes criminais (58,5%, p=0,000; a agressão tem ocorrido mais de uma vez, com maior número de denúncias e número de boletim de ocorrência, sendo o uso de substâncias psicoativas (22,6%, p=0,032 ou ciúme (18,9%, p=0,032 o fator desencadeante através de força física (45,3%, p=0,619, representada em hematomas (13,2%, p=0,726 ou não deixando marcas perceptíveis (22,6%, p=0,726 localizadas na cabeça, rosto e pescoço (28,3%, p=0,031. O perfil da violência doméstica se modificou com a promulgação da Lei Maria da Penha e este cenário demanda o desenvolvimento de ações sociais e de saúde voltadas para erradicação/controle e assistência efetiva deste grave problema social e de saúde pública

  9. Violências contra mulheres por parceiro íntimo em área urbana economicamente vulnerável, Brasília, DF Violencias contra mujeres por pareja íntima en área urbana económicamente vulnerable, Brasilia, Brasil Intimate partner violence against women in an economically vulnerable urban area, Central-West Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leides Barroso Azevedo Moura

    2009-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar a prevalência de tipos de violência e de comportamentos de controle praticados por parceiros íntimos contra mulheres residentes em área economicamente vulnerável. MÉTODOS: Conduziu-se estudo transversal com 278 mulheres de 15 a 49 anos que tiveram parceiros íntimos alguma vez na vida, residentes em uma área metropolitana de Brasília, DF, em 2007. Utilizou-se processo de amostragem aleatória sistemática. O instrumento de pesquisa constou de um questionário com 58 perguntas desenvolvido pela Organização Mundial de Saúde. Foram analisadas as prevalências de violência física, psicológica e sexual. As variáveis independentes consideradas foram características sociodemográficas da mulher, de contexto familiar e comunitário bem como as sociodemográficas do parceiro, de comportamento (freqüência do uso de bebidas ou drogas ilícitas e relacionamento extraconjugal. RESULTADOS: A prevalência de violência psicológica foi a mais alta: 80,2% (n=223 das mulheres entrevistadas relataram pelo menos um ato no decorrer da vida e 50% (n=139 nos últimos 12 meses. A prevalência de violência física ao longo da vida foi (58,6% e nos últimos 12 meses (32%, enquanto a prevalência de mulheres que sofreram violência sexual foi de 28,8% e 15,5%, respectivamente. CONCLUSÕES: As altas prevalências das violências mostram a magnitude da vulnerabilidade e das agressões praticadas contra mulheres nas relações com parceiros íntimos.OBJETIVO: Estimar la prevalencia de tipos de violencia y de comportamientos de control practicados por parejas íntimas contra mujeres residentes en área económicamente vulnerable. MÉTODOS: Se condujo estudio transversal con 278 mujeres de 15 a 49 años que tuvieron parejas íntimas alguna vez en la vida, residentes en un área metropolitana de Brasilia, capital de Brasil, en 2007. Se utilizó proceso de muestreo aleatorio sistemático. El instrumento de pesquisa constó de un cuestionario

  10. Prevalência de comportamentos alimentares disfuncionais em mulheres idosas

    OpenAIRE

    Gomes, Fabiana Vanessa Silva

    2015-01-01

    Dissertação de mestrado em Psicologia Aplicada (área de especialização em Psicologia Clínica e da Saúde) Comportamentos alimentares disfuncionais são frequentes em jovens, mas pouco se sabe sobre a sua prevalência em mulheres idosas. Este estudo consiste em estudar a prevalência pontual de comportamentos alimentares disfuncionais em mulheres com 65 anos ou mais. Estudo de prevalência constituído por um momento de avaliação de duas fases com 342 mulheres entre os 65 e 94 anos...

  11. Risk factors for osteoporotic fractures and low bone density in pre and postmenopausal women Factores de riesgo para fractura por osteoporosis y baja densidad ósea en mujeres en la pre y post menopausia Fatores de risco para fratura por osteoporose e baixa densidade óssea em mulheres na pré e pós-menopausa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo M Pinheiro

    2010-06-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To estimate the prevalence and analyze risk factors associated to osteoporosis and low-trauma fracture in women. METHODS: Cross-sectional study including a total of 4,332 women older than 40 attending primary care services in the Greater São Paulo, Southeastern Brazil, between 2004 and 2007. Anthropometrical and gynecological data and information about lifestyle habits, previous fracture, medical history, food intake and physical activity were obtained through individual quantitative interviews. Low-trauma fracture was defined as that resulting from a fall from standing height or less in individuals 50 years or older. Multiple logistic regression models were designed having osteoporotic fracture and bone mineral density (BMD as the dependent variables and all other parameters as the independent ones. The significance level was set at pOBJETIVO: Estimar la prevalencia y analizar los factores de riesgo asociados con osteoporosis y fractura por bajo impacto entre mujeres. MÉTODOS: Estudio transversal realizado con 4.332 mujeres encima de 40 años de edad provenientes de atención primaria de salud en el área metropolitana de la gran Sao Paulo, SP, entre 2004 2007. Datos antropométricos y ginecológico y relativos a hábitos de vida, fractura previa, antecedentes personales, ingestión alimentaria y actividad física fueron evaluados por medio de entrevista individual y cuantitativa. Fractura por bajo impacto fue definida como decurrente de caída de la propia altura o menos en individuos con más de 50 años de edad. Modelos de regresión multivariada y logística analizaron, respectivamente, la densidad ósea y la fractura por osteoporosis, como variables dependientes y todas las otras como independientes. El nivel de significancia estadística establecido fue pOBJETIVO: Estimar a prevalência e analisar os fatores de risco associados com osteoporose e fratura por baixo impacto entre mulheres. MÉTODOS: Estudo transversal realizado

  12. Enfrentamento da violência infligida pelo parceiro íntimo por mulheres em área urbana da região Nordeste do Brasil Enfrentamiento de la violencia infligida por la pareja intima por mujeres en área urbana de la región Noreste de Brasil Facing violence by intimate partner: the experience of women in an urban area of Northeastern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raquel de Aquino Silva

    2012-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever as formas de enfrentamento à violência física adotadas por mulheres agredidas por parceiro íntimo. MÉTODOS: Estudo transversal realizado na linha de base de estudo de coorte, com gestantes cadastradas no Programa Saúde da Família, entre julho de 2005 e março de 2006, em Recife, PE. Foram selecionadas 283 gestantes de 18 a 49 anos com histórico de violência física pelo parceiro de então ou mais recente antes e/ou durante a gestação. As entrevistas foram realizadas face a face, com questionário estruturado e pré-codificado, e realizou-se análise descritiva. Foi coletada informação sobre características sociodemográficas das mulheres, tipos e gravidade da violência física cometida pelo parceiro, formas de enfrentamento da violência, pessoas e serviços de apoio procurados pelas mulheres, motivos para a mulher ter alguma vez abandonado e retornado a casa em razão da violência. RESULTADOS: Das mulheres que sofreram violência física pelo parceiro íntimo, 57,6% conversaram com alguém, 3,5% procuraram ajuda institucionalizada, 17,3% conversaram e procuraram ajuda institucionalizada e 21,6% não procuraram nenhuma forma de ajuda. As pessoas mais procuradas foram os pais (42,0%, amigo/amiga (31,6% e irmão/irmã (21,2%. Os serviços mais procurados pelas mulheres foram: polícia/delegacia (57,6%, serviços de saúde (27,1% e instituições religiosas (25,4%. Relataram não ter obtido qualquer tipo de ajuda 44,8% das mulheres; 32,1% disseram ter saído de casa alguma vez na vida, pelo menos por uma noite, das quais 5,9% não retornaram a casa. Foram motivos para deixar a casa: a exacerbação da violência e o medo de ser morta; para o retorno: a esperança de mudança do parceiro e o desejo de preservar a família. CONCLUSÕES: Grande parte das mulheres que sofriam violência por parceiro íntimo buscou alguma forma de ajuda. A rede social primária (familiares e amigos foi a mais procurada pelas mulheres

  13. Mulheres Latino-Americanas e a Luta por Direitos Reprodutivos: o panorama da conjuntura política e legal do aborto nos países da América Latina.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paula Gonzaga

    2015-12-01

    Full Text Available A partir da década de 1960 a Segunda Onda do feminismo destacou a questão dos direitos ao corpo e ao livre exercício da sexualidade para as mulheres. Entre os temas de destaque as feministas pautaram a defesa da interrupção voluntária da gravidez como um direito das mulheres que deve ser garantido pelo Estado. Apesar do êxito obtido em grande parte da Europa, o avanço dessa discussão foi contido nos países latino americanos devido a predominância dos governos ditatoriais que perseguiram a organização dos movimentos sociais. Com a redemocratização o movimento feminista colocou novamente a questão do aborto em pauta, no entanto, novos arranjos políticos e disputas de poder contribuíram para que o aborto continue sendo considerado crime na maior parte da América Latina. Diante desse panorama o artigo tem por objetivo analisar a conjuntura política da América Latina no que tange aos avanços e retrocessos no campo dos direitos sexuais e reprodutivos das mulheres, enfocando na temática da descriminalização do aborto. A partir de um levantamento do estado da arte sobre essa temática em que se destacou a atuação dos discursos que atuam para a manutenção da criminalização do aborto ou que defendem que ele seja descriminalizado e legalizado. Palavras Chave: América Latina, Descriminalização do Aborto, Direitos Reprodutivos, Feminismo *** Abstract Since 1960s the Second Wave of feminism emphasized issues regarding the rights over the women´s own body and the free exercise of their sexuality. Beyond the highlighted topics, feminists guided the defense of the volunteer interruption of pregnancy as a women’s right that must be ensured by the State. Despite the success of this proposal across Europe, the progress of this discussion was restrained in Latin America due to the predominance of dictatorial governments which pursued the organization of social movements. With the redemocratization, the feminist movement brought

  14. Acesso a cargos de autoridade: e a mulher, como vai? Um estudo sobre segregação ocupaciopnal por gênero na região metropolitana de Belo Horizonte

    OpenAIRE

    Sirlei Lopes Bastos

    2010-01-01

    A presente tese concerne o exame dos determinantes do acesso a cargos de autoridade para homens e mulheres alocados no mercado de trabalho na Região Metropolitana de Belo Horizonte a partir das abordagens da teoria do capital humano, teorias do mercado segmentado, estruturalistas e abordagens sociológicas e feministas de gênero e do patriarcado. As abordagens utilizadas oferecem suporte para as seguintes questões de pesquisa: a) O que determina a posição de homens e mulheres, comparativamente...

  15. Achados histeroscópicos em mulheres na pós-menopausa com diagnóstico de espessamento endometrial por ultra-sonografia transvaginal Hysteroscopic findings in postmenopausal women with endometrial thickening diagnosed by transvaginal ultrasound

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Bittencourt Campaner

    2004-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: correlacionar espessamento endometrial diagnosticado por ultra-sonografia com os achados histeroscópicos, em mulheres na pós-menopausa. MÉTODOS: foi realizado estudo transversal com avaliação histeroscópica em 121 mulheres na pós-menopausa, com diagnóstico de espessamento do endométrio por ultra-sonografia transvaginal. Das pacientes incluídas, 23 (19% recebiam diferentes esquemas de hormonioterapia e 98 não referiam uso de reposição hormnonal.; 55 pacientes queixavam-se de sangramento por via vaginal e as restantes apresentavam-se sem esta condição. Os exames endoscópicos foram realizados ambulatorialmente, utilizando-se histeroscópio rígido de 4 mm. Para a distensão da cavidade uterina empregou-se gás carbônico (CO2. Biópsia foi praticada em todas as pacientes, com auxílio de cureta tipo Novak, de 3 mm, e o material obtido submetido a estudo histopatológico. RESULTADOS: a espessura do endométrio variou entre 6 e 38 mm, com média de 10,7 ± 5,3 mm. Os achados histeroscópicos foram: lesão polipóide, em 51 pacientes (42,1%; endométrio atrófico, em 15 (12,4%; sinéquia senil, em 15 (12,4%; espessamento focal, em 13 (10,7%; lesão cerebróide, em 6 (5,0%; endométrio proliferativo, em 5 (4,1%; muco, em 5 (4,1%; mioma, em 4 (3,3%; endométrio secretor, em 3 (2,5%; hiperplasia endometrial, em 3 (2,5% e atrofia cística, em 1 (0,8%. Observou-se correlação entre os achados histeroscópicos e os resultados da histopatologia em 30 dos 51 casos de pólipo, em 12 dos 15 de endométrio atrófico e na totalidade dos casos sugestivos de hiperplasia endometrial e de adenocarcinoma. CONCLUSÃO: na maioria das pacientes, o exame histeroscópico revelou que não se tratava de real espessamento endometrial, mas sim de outras variedades de lesão da cavidade uterina.PURPOSE: to correlate endometrial thickening diagnosed by ultrasonography with hysteroscopic findings in postmenopausal women. METHODS: a transversal study

  16. Estudo da Adesão à Quimioprofilaxia Anti-retroviral para a Infecção por HIV em Mulheres Sexualmente Vitimadas Study of Adherence to Antiretroviral Chemoprophylaxis for HIV Infection in Sexually Abused Women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jefferson Drezett

    1999-10-01

    Full Text Available Objetivos: embora não existam dados apropriados para estabelecer sua eficácia, alguns serviços tem utilizado, profilaticamente, a terapia anti-retroviral para o HIV nos casos de violência sexual. O objetivo deste estudo foi avaliar a aceitabilidade, tolerância e adesão a um esquema quimioprofilático para o HIV. Pacientes e método: foram avaliadas 62 mulheres vítimas de estupro e/ou atentado violento ao pudor com coito ectópico anal. Os agressores foram referidos como desconhecidos. A profilaxia foi iniciada dentro das primeiras 48 h da violência e mantida por 4 semanas, sendo administrados diariamente: zidovudina, 600 mg; indinavir, 2.400 mg e lamivudina, 300 mg. Resultados: a taxa de descontinuidade foi de 24,2%, sendo em 12 casos (80% decorrente de intolerância gástrica. Os efeitos colaterais estiveram presentes em 43 casos (69,4%, sendo as náuseas e vômitos os mais freqüentes. A complexidade posológica e o tempo de uso foram fatores possivelmente associados ao uso inadequado das drogas, ocorrendo em 10,6% dos casos. Conclusão: a taxa de descontinuidade da quimioprofilaxia foi semelhante à observada em outras indicações.Purpose: some medical institutions have been prophylactically ministrating anti-HIV therapy in cases of sexual violence, although there are no appropriate basic facts to establish its efficacy. The aim of the present study was to evaluate the acceptance, tolerance and adhesion of these women under a chemoprophylaxis plan for HIV. Methods: sixty-two women victims of rape and/or anal intercourse with unknown aggressors have been evaluated. Prophylaxis has been started within the first 48 h after violence and maintained for 4 weeks, with daily administration of zidovudine, 600 mg; indinavir, 2,400 mg and lamivudine, 300 mg. Results: the discontinuance rate was 24.2%, withe 12 cases (80% due to gastric intolerance. The side effects were present in 43 cases (69.4%, including nausea and vomitting as the most

  17. Pesquisa de estrógeno e progesterona no epitélio das pregas vocais de mulheres por imunohistoquímica Immunohistochemical searching for estrogen and progesterone receptors in women vocal fold epithelia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Oswaldo Angel Bellido Rios

    2008-08-01

    Full Text Available A laringe é extremamente sensível a mudanças endocrinológicas. A maioria das alterações da mucosa das pregas vocais é causada por modificações do conteúdo líquido das pregas vocais e das suas modificações epiteliais. O estrógeno e a progesterona interferem e modificam esse conteúdo líquido das pregas vocais. O objetivo deste trabalho é verificar a presença de receptores de estrógeno e progesterona no epitélio das pregas vocais de mulheres. MATERIAL E MÉTODO: Estudo de casos prospectivos. Foram realizados exames de imunohistoquímica para receptores de estrógeno e progesterona em 19 espécimes de epitélio de pregas vocais que não apresentavam quaisquer indícios de afecção, inclusive inflamatória. Foram descartados casos de pacientes com idade superior a 40 anos e inferior a 15 anos. RESULTADOS: Foram encontrados receptores para progesterona em 18 de 19 pacientes. Os receptores de progesterona estão localizados tanto no núcleo quanto no citoplasma e principalmente na camada basal. Não houve nenhum caso de receptores de estrógeno nas pregas vocais. CONCLUSÃO: O epitélio das pregas vocais apresenta receptores para progesterona, tanto no citoplasma quanto no núcleo. Não foram encontrados receptores para estrógeno no epitélio das pregas vocais estudadas.Larynx is extremely sensitive to endocrinologic changes. Most vocal fold mucosa alterations are caused by changes in vocal fold liquid content and its epithelial changes. Estrogen and progesterone interfere and change this liquid content in the vocal folds. Our goal with the present paper is to study the presence of estrogen and progesterone receptors on vocal fold epithelium in 19 vocal fold epithelium specimens that did not present any indication of disease, especially inflammatory disease. We discarded those cases of patients above 40 years of age and those below 15. RESULTS: we found progesterone receptors in 18 of the 19 patients. The progesterone receptors

  18. Análise do índice de cobertura da mamografia em mulheres entre 50 e 69 anos, por nível de ensino, segundo unidade de federaçãodoi: 10.20513/2447-6595.2016v56n1p14-17

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jéssica de Andrade Freitas

    2016-06-01

    Full Text Available Introdução: O câncer de mama é o mais incidente na população feminina brasileira e mundial, excetuando-se o câncer de pele não melanoma, sendo também, o que apresenta a maior mortalidade feminina. Objetivo: analisar a cobertura da mamografia segundo Unidade de Federação, em mulheres entre 50 e 69 anos, por nível de ensino. Metodologia: Esse estudo transversal analisou dados do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS, sobre a Pesquisa Nacional em Saúde realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE, no ano de 2013. Foram agrupadas as mulheres de 50 a 69 anos que realizaram o exame de mamografia a menos de dois anos, e subdivididas em quatro graus de escolaridade. Resultados: Verificou-se que os índices de cobertura do exame no Brasil (60,00% e em cada Estado da Federação, tais como, Maranhão (31,90%, Pará (34,80%, Ceará (41,10% e Distrito Federal (68,70%, encontram-se abaixo das recomendações da Organização Mundial de Saúde. Além disso, a cobertura aumenta à medida que cresce o grau de instrução dessas mulheres. Conclusão: Há uma distribuição heterogênea da cobertura de mamografia no Brasil e no Ceará, que se relaciona a diversos aspectos sociais, notadamente ao nível de escolaridade das mulheres.

  19. Mulheres em movimento

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carneiro Sueli

    2003-01-01

    Full Text Available ESSE artigo busca demarcar a trajetória de luta das mulheres negras brasileiras no interior do movimento feminista nacional. Trata-se de colocar em questão a perspectiva feminista clássica fundada numa concepção universalista de mulher, que tem o seu paradigma na mulher branca ocidental, o que obscurece a percepção das múltiplas contradições intragênero e entre gêneros que a racialidade aporta. Dessas contradições, impõem-se para as mulheres negras a sua afirmação como um novo sujeito político, portador de uma nova agenda, esta resultante de uma identidade específica na qual se articulam as variáveis de gênero, raça e classe, colocando novos e mais complexos desafios para realização da eqüidade de gênero e raça em nossa sociedade.

  20. EMPREENDEDORISMO FEMININO: MULHERES GERENTES DE EMPRESAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anna Beatriz Cautela Tvrzska de Gouvêa

    2008-09-01

    Full Text Available A realidade da mulher gestora da micro e pequena empresa desperta interesse pelo estudo do gênero feminino no ambiente destas organizações. Analisar as características, considerações e entendimentos de um grupo de mulheres, que participam de uma associação empresarial de comercio e indústria de Santa Catarina, Brasil, constituiu-se no objetivo deste estudo. A pesquisa exploratória, com método qualitativo, foi realizada por meio de entrevista estruturada, com análise de conteúdo. Os resultados evidenciam que as gestoras apresentam idade entre 33 e 54 anos, na maioria casadas e com filhos, e com formação acadêmica de nível superior. A maioria trabalha mais de nove horas por dia. Participam, em média, com 50% do valor no orçamento familiar. Consideram-se, em sua maioria, mulheres de sucesso. Entendem como estratégia a necessidade de conhecimento acerca do negócio e a dedicação à empresa. Os resultados do estudo são semelhantes aos encontrados na literatura de empreendedorismo feminino.

  1. Os direitos da mulher à terra e os movimentos sociais rurais na reforma agrária brasileira

    OpenAIRE

    Deere,Carmen Diana

    2004-01-01

    Este artigo examina a evolução da reivindicação dos direitos da mulher à terra na reforma agrária brasileira sob o prisma dos três principais movimentos sociais rurais: o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), os sindicatos rurais e o movimento autônomo de mulheres rurais. O mérito maior por levantar a questão dos direitos da mulher à terra é das mulheres dentro dos sindicatos rurais. Os direitos formais das mulheres à terra foram conseguidos na reforma constitucional de 1988, e ...

  2. Delegacias de mulheres: política de enfrentamento e espaço de negociação da violência conjugal

    OpenAIRE

    Cavalcanti Santana de Melo, Delâine

    2007-01-01

    Esta dissertação tem como objetivo analisar os discursos de mulheres denunciantes, de profissionais que a atendem (policiais e psicóloga) e de representantes feministas militantes no Movimento de Mulheres de Pernambuco/Fórum de Mulheres de Pernambuco sobre a Delegacia da Mulher do Recife e sua relação com a rede de atendimento à mulher em situação de violência. Discutimos a violência contra a mulher como sustentada por uma sociabilidade alicerçada na cultura patriarcal, a partir da qual a ...

  3. Gênero, sexualidade, corpo e trabalho: etnografia em um clube das mulheres

    OpenAIRE

    Arent, Marion; Carrara, Sérgio

    2007-01-01

    Esta etnografia investiga papéis de gênero em um Clube das Mulheres. Observações e entrevistas foram utilizadas na coleta de dados. Clube das Mulheres (CM) é um show de strip-tease masculino para mulheres apresentado numa boate do Rio de Janeiro. Neste contexto, como sujeitos e objetos, tanto homens quanto mulheres desempenham posições conflitantes. Corpos masculinos são dispostos para o consumo feminino, representando uma inversão dos papéis de gênero tradicionais, porém a masculinidade é su...

  4. Características sócio-demográficas, reprodutivas e médicas de mulheres admitidas por aborto em hospital da Região Sul do Brasil Socio-demographic, reproductive, and clinical characteristics of abortion patients hospitalized in southern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Walter Fonseca

    1998-04-01

    Full Text Available No Brasil, a indução do aborto é legalmente permitida somente quando necessária para salvar a vida da mulher ou quando a concepção ocorreu de estupro. Apesar das restrições legais, morais e religiosas, a indução do aborto é amplamente praticada. Com o objetivo de identificar as características do aborto incompleto nas mulheres admitidas na maternidade pública de Florianópolis, foram entrevistadas 620 mulheres, entre 1º de julho de 1993 e 30 de junho de 1994. Com base em dados coletados por meio de questionário estruturado, são apresentadas características sócio-demográficas, reprodutivas e médicas dos abortos, classificados como certamente provocados, possivelmente provocados e espontâneos. Entre os 141 casos de aborto provocado, cerca de 50% das mulheres reportaram uso isolado do Cytotec® (misoprostol, ou deste associado a outro método abortivo. Os resultados revelam que na população estudada a indução do aborto é prática comum entre mulheres jovens, solteiras ou sem parceiro estável, de bom nível de escolaridade e não usuárias de métodos anticonceptivos. Foi também registrada uma redução do número de complicações graves relacionadas ao aborto provocado admitido ao hospital.In Brazil, induced abortion is legally allowed only when necessary to save the woman's life or when pregnancy follows rape. Despite this legal constraint, induced abortion is widespread. This study presents findings from 620 cases of incomplete abortion admitted to a major obstetric hospital in Florianópolis, Brazil, between July 1, 1993, and June 30, 1994. Almost one quarter (141 of the abortion cases were induced. About 50% of the latter patients reported having induced abortion with misoprostol alone or with other methods. Most of the women with induced abortions were young and single (or living without a stable partner, had primary schooling, and were not using any contraceptive method at the time of conception. Among the women

  5. Respostas pressóricas pós-exercícios com pesos executados em diferentes sobrecargas por mulheres normotensas Post-exercise pressoric responses of exercises performed at different loads by normotensive women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André Luiz Demantova Gurjão

    2009-02-01

    Full Text Available O treinamento com pesos (TP vem sendo amplamente recomendado para a melhoria de alguns componentes da aptidão física relacionada à saúde. Mais recentemente, vem-se discutindo o impacto do TP em indivíduos com disfunções crônico-degenerativas como a hipertensão arterial. Assim, o objetivo deste estudo foi comparar o efeito de um programa de TP executado com diferentes sobrecargas sobre o comportamento da pressão arterial (PA pós-exercício. Para tanto, 16 mulheres jovens (20,5 ± 1,5 anos e aparentemente saudáveis, após ser submetidas a oito semanas de TP para equiparação dos níveis de condicionamento muscular, foram separadas, aleatoriamente, em dois grupos. A partir daí, cada grupo realizou 12 semanas de TP sob diferentes intensidades (GI = 3 X 6-8 RM e GII = 3 X 10-12 RM, respectivamente, com a freqüência de três sessões semanais em dias alternados. Medidas de PA foram obtidas em repouso, por meio do método auscultatório, e nos minutos 1, 5, 10 e 30 após o término de uma sessão de TP. ANOVA two way para medidas repetidas foi utilizada nas comparações entre grupos nos diferentes períodos de tempo, ao passo que o teste post hoc de Scheffé foi empregado para a identificação das diferenças específicas, sendo adotado nível de significância de 5%. Nenhuma diferença estatisticamente significante foi encontrada, tanto para a PA sistólica (PAS quanto diastólica (PAD, na comparação entre os grupos. Todavia, o efeito hipotensivo do TP foi identificado somente no GI, a PAS apresentando redução significante, quando comparada com os valores de repouso, a partir do 10º minuto de recuperação pós-exercício (P Resistance training (RT has been widely recommended for improvement of some health-related physical fitness components. Recently, the impact of RT in individuals with chronic-degenerative dysfunctions such as hypertension has been discussed. Thus, the aim of this study was to compare the effects of one

  6. Cancro e género: estilos de coping em homens com cancro da próstata e mulheres com cancro da mama

    OpenAIRE

    Antunes, Bárbara Costa Pereira

    2006-01-01

    O objectivo deste trabalho é estudar as influências do género no processo de lidar com o cancro em homens que têm cancro da próstata e mulheres que têm cancro da mama, e comparar posteriormente os processos de coping desses homens e mulheres, com os de outros homens e mulheres com diferentes tipos de cancro. A amostra caracteriza-se por 4 grupos, constituídos por: 60 mulheres com cancro da mama (MCM), 43 mulheres com outros tipos de cancro (MOC), 55 homens com cancro da próstata (HCP) e 64 ho...

  7. Why do women not prefer much older men? a hypothesis based on alterations in male reproductive physiology related to increased age Por que mulheres não preferem homens muito mais velhos que elas? uma hipótese baseada em alterações da fisiologia reprodutiva masculina relacionadas ao aumento da idade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luísa Helena Pinheiro Spinelli

    2010-04-01

    Full Text Available Evolutionary Psychology studies suggest that women prefer slightly older or similarly aged partners, although to date few hypotheses have been put forth to explain this pattern of choice. Several recent studies have shown changes in male reproductive parameters as a result of increased age. In the current review of medical literature, we found evidence that much older men are more likely to be infertile, women with much older partners are more likely to experience problems during pregnancy, and children of much older men are more likely to have genetic abnormalities. Based on these findings, we suggest that reproducing with much older men does not represent the best reproductive option for women, which would explain the female preference for only slightly older or similarly-aged mates.Estudos de Psicologia Evolucionista sugerem que as mulheres preferem parceiros um pouco mais velhos ou de idade semelhante, embora apresentem, até agora, poucas hipóteses para explicar esse padrão de preferência. Recentemente, vários estudos têm demonstrado alterações nos parâmetros reprodutivos masculinos como resultado do aumento da idade. Em revisão da literatura médica atual, encontramos evidências de que homens muito mais velhos são mais susceptíveis de serem inférteis, mulheres com parceiros muito mais velhos são mais propensas a sofrer com problemas durante a gravidez e filhos de homens muito mais velhos são mais propensos a ter anomalias genéticas. Com base nestes resultados, sugerimos que reproduzir com homens muito mais velhos não representa a melhor opção reprodutiva para as mulheres, o que explicaria a preferência feminina por parceiros apenas um pouco mais velhos ou de mesma faixa etária.

  8. Aleitamento materno: como é vivenciado por mulheres assistidas em uma unidade de saúde de referência na atenção materno-infantil em Teresina, Piauí

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ramos Carmen Viana

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: ampliar a compreensão acerca de como as mulheres que desmamaram os seus filhos antes do quarto mês de vida percebem a amamentação e a assistência recebida no curso do ciclo gravídico-puerperal. MÉTODOS: adotou-se a Teoria das Representações Sociais como referencial teórico-metodológico. Ao todo foram entrevistadas 24 mulheres com base num questionário semi-estruturado. A análise dos dados se deu a partir do método de análise de conteúdo. RESULTADOS: a análise do discurso das entrevistadas permitiu evidenciar um verdadeiro descompasso entre o discurso proferido pela instituição, em favor da amamentação exclusiva até o sexto mês de vida, e a vivência das mulheres com relação a este ato, que se traduziu na impossibilidade de cumprir tal orientação frente as suas condições concretas de vida. CONCLUSÕES: os resultados revelaram a necessidade de uma urgente reformulação nos referenciais que embasam as ações de saúde voltadas para essa área, com vistas a contemplar, além dos determinantes biológicos, os condicionantes socioculturais que permeiam a amamentação.

  9. La historia no contada del primer código de construcción en Colombia – 30 años

    OpenAIRE

    Ana Luisa González Pinzón

    2014-01-01

    A propósito del aniversario número 30 del primer Código Colombiano de Construcciones Sismo resistentes, la Revista de Ingeniería recuerda su historia a la luz de dos de sus protagonistas: los profesores Alberto Sarria y Luis Enrique García. En esta edición, los dos profesores nos cuentan la historia no contada del código que se gestó gracias a varios esfuerzos que proyectaron la ingeniería sísmica en Colombia con la creación del primer código de construcción sismo resistente.

  10. Información recibida por las mujeres diagnosticadas de cáncer de mama Informação recebida pelas mulheres diagnosticadas com câncer de mama Information received from women diagnosed with breast cancer

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    RAFAELA BLANCO SÁNCHEZ

    2011-07-01

    Full Text Available Objetivo: analizar la información que reciben las mujeres que adolecen de cáncer de mama. Ilustrar qué entienden de dichas explicaciones. Analizar qué dificultades tienen los profesionales para transmitir la información del proceso. Metodología: cualitativa fenomenológica. Se realizaron 34 entrevistas en profundidad (a 29 mujeres, 1 hombre y 4 médicos en los servicios específicos del Hospital Vall d'Hebron y en ginecología del Centro de Atención Primaria de Salud La Mina de Barcelona, entre 2004 y 2006. El rango de edad era entre 20 y 69 años. Resultados: de acuerdo con el nivel de instrucción se distribuyen las mujeres en 5 grupos: que explican errores médicos; profesionales sanitarios enfermos; amas de casa, con estudios primarios incompletos; con estudios de enseñanza secundaria; con estudios universitarios y diversidad de profesiones. Mujeres y profesionales explican la dificultad de dar y recibir información. Discusión: se coincide con otros autores que decir la verdad debería ser un proceso individualizado, siempre difícil, en el que el enfermo lleva la iniciativa, pone límites y gradúa las preguntas y los silencios. La información profesional debe conseguir el mayor bien posible para el enfermo. Conclusiones: las mujeres tienen miedo a recidivas; este aumenta cuando no confían en la información que reciben del equipo que las está tratando. Las universitarias desean recibir la información sin paternalismos. Las mujeres con instrucción primaria desean que verifiquen que esta fue entendida.Objetivo: Analisar a informação que é recebida pelas mulheres afetadas pelo câncer de mama. Indicar o que é que elas entendem dessas explicações. Analisar quais são as dificuldades que afrontam os profissionais para transmitir a informação sobre o processo. Metodologia: qualitativa fenomenológica. 34 entrevistas foram feitas de forma particularizada (a 29 mulheres, um homem e quatro médicos na unidade de Servi

  11. O uso de inibidores de apetite por mulheres: um olhar a partir da perspectiva de gênero The use of apetite inhibitors by women: an insight based on the gender perspective

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiane Magalhães de Melo

    2011-05-01

    Full Text Available O presente estudo teve como objetivo compreender os motivos que levam mulheres adultas a utilizar medicamentos inibidores do apetite e verificar, a partir da ótica de gênero, como se estabelece a relação dessas mulheres com seus próprios corpos. Orientado pelos princípios da pesquisa qualitativa, utilizou como técnicas de construção de dados a entrevista semiestruturada e a observação direta. Participaram como informantes do estudo seis mulheres usuárias de anorexígenos. Os resultados apontaram que as imagens, a publicidade e as redes sociais contribuem significativamente para a criação de padrões de aparência física e de "estilos de vida", cujo modelo preconiza a boa aparência (corpo magro e a felicidade conjugal. O corpo magro é representado como algo capaz de alterar condições, ou seja, pessoa gorda = pessoa infeliz; e pessoa magra = pessoa feliz. O estudo mostra que é no corpo como lócus que o papel socialmente destinado às mulheres será produzido e reproduzido.The scope of this study was to understand the motives that lead adult women to use appetite inhibitors and to establish, from a gender perspective, how these women relate to their own bodies. It was structured around the principles of qualitative research, and the methods of data collection were semi-structured interviews and direct observation. The informants were six women who used appetite inhibitors. The results indicated that images, publicity and social networks contribute significantly to the creation of new standards of physical appearance as well as lifestyles, which establish appearance (a slim body and a happy marriage as the desired model. The slim body is represented as something able to alter the temperament of the individual, in other words a fat person is an unhappy person and a slim person is a happy person. The study shows that it is in the body per se that the social role destined for women is produced and reproduced.

  12. Se num passado remoto uma mulher...

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simone Guimarães Matheus

    2008-03-01

    Full Text Available A mulher que escreveu a Bíblia, de Moacyr Scliar,é um romance de estrutura complexa e constitui-­se de duas narrativas diferenciadas, inclusive, na apresentação gráfica. A primeira narrativa, em itálico, é conduzida por um narrador-­personagem anônimo, um fracassado professor de História que se torna, de forma pouco confiável, em um “terapeuta” de vidas passadas.

  13. Records related to contraception in hospital records of abortion patients hospitalized in the University Hospital of Londrina – Paraná, 2001 - 2005: Registros relativos à contracepção em prontuários de mulheres atendidas por abortamento no Hospital Universitário de Londrina - Paraná, de 2001 a 2005

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joice de Souza Jardim

    2010-12-01

    Full Text Available In Brazil, the abortion is the third reason of maternal mortality. The improviment of health care quality to women attended for abortion relief in hospitals includes shelter and advising about contraceptive methods, looking for the decrease of chances of new abortions, activities that may be developed by anyone of health’s team member. This transversal and descriptive research, proposes to analyze the concerning observations of contraception in records about women attended for abortion in the University Hospital of Londrina – Paraná 2001 - 2005. In 46,8% of the study cases, the abortion occurred in women beetween 20 and 29 years old; most of them referred “domestic work non-paid” occupation (15%; 75,7% describes the existence of only one abortion; there isn’t any reference about induced abortion in 94,1% of the cases; In 76,2% of the hospital´s records there is no information related to contraception after abortion, making clearly theneed of capacitating actions from the team concerning about the qualification of assistance and prevention of new abortions. No Brasil, o abortamento é a terceira causa de mortalidade materna. A melhoria da qualidade da assistência às mulheres atendidas por abortamento nos hospitais inclui acolhimento e aconselhamento sobre métodos contraceptivos, objetivando diminuir o risco de novos abortamentos, e essas ações podem ser desenvolvidas por qualquer dos membros da equipe de saúde. Este estudo, transversal e descritivo, analisou os registros relativos à contracepção em prontuários de mulheres atendidas por abortamento em Hospital Universitário de Londrina-PR, de 2001 a 2005. Em 46,8% dos casos, o abortamento ocorreu em mulheres na faixa etária de 20 a 29 anos e a ocupação mais referida nos prontuários foi “trabalho doméstico não remunerado” (15%; 75,7% descreviam a existência de apenas um abortamento; em 94,1% não há referência ao abortamento ter sido provocado; em 76,2% dos

  14. Mdia e identidade de mulheres destitudas: uma discusso metodolgica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Carolina Escosteguy

    2012-06-01

    Full Text Available O objeto de estudo do projeto A visibilidade da vida ordinria de mulheres destitudas na mdia (CNPq configurado, por um lado, por um corpus de textos miditicos, denominados de narrativas pessoais midiatizadas (ESCOSTEGUY, 2011 e, por outro, por uma pesquisa de campo. Esses dois vetores se articulam na principal questo de pesquisa: o que a visibilidade da vida ordinria de mulheres de posies sociais destitudas, na mdia, est produzindo em termos de identidade feminina na mesma classe social? Aqui, procuramos problematizar os instrumentos metodolgicos que sero aplicados na investigao emprica sobre os processos de conformao identitria feminina e sua vinculao com determinadas representaes postas em circulao pelas mencionadas narrativas. Tomando como ponto de partida uma experincia de campo, utilizamos o relato de quatro informantes para discutir a estratgia metodolgica experimentada.

  15. Conexões transnacionais entre as mulheres de direita Brasil, Chile e Estados Unidos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Margaret Power

    2014-04-01

    Full Text Available Este artigo discute a importância transnacional dos movimentos de mulheres contra João Goulart, no Brasil, e contra Salvador Allende, no Chile, e o impacto que tiveram sobre as mulheres conservadoras dos Estados Unidos. Para tanto, examina a ampla cobertura que a mídia, nos Estados Unidos, deu aos movimentos dessas mulheres, assim como as visitas que as mulheres anti-Goulart fizeram aos Estados Unidos após o golpe militar brasileiro de 1964. Ele explora vários casos em que mulheres conservadoras brasileiras e chilenas partilharam suas experiências e suas vitórias políticas com as mulheres da América do Norte, que, por sua vez, foram inspiradas por elas. O artigo desafia a literatura acerca das mulheres de direita nos Estados Unidos, que tem ignorado o impacto que as mulheres conservadoras do Brasil ou do Chile tiveram sobre os movimentos desse país.

  16. Vivências da vida conjugal: posicionamento das mulheres Vivencias de violencia conyugal: toma de posición por parte de las mujeres Marital life experiences: women's positioning

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cláudia Maria Ramos Medeiros Souto

    2009-10-01

    Full Text Available Estudo de abordagem qualitativa, realizado com onze mulheres em situação de violência conjugal. Os dados empíricos foram produzidos mediante oficinas, buscando-se a compreensão das vivências de violência nos discursos das mulheres. Para a composição das categorias analíticas utilizamos a técnica de análise temática de conteúdo. Procedemos a análise foi feita com base nos constructos da categoria gênero presentes ao cotidiano dessas mulheres. Os resultados mostraram que a violência conjugal representa para as mulheres o medo e o aprisionamento e que, na conjugalidade, a mulher está mais susceptível às relações desiguais de poder, com domínio masculino e legitimação da violência. Nas suas falas ficaram evidentes comportamentos e atributos que sustentam a condição feminina de sujeição ao marido e à violência.Se trata de un estudio de carácter cualitativo, realizado con once mujeres en situación de violencia conyugal. Los datos empíricos fueron obtenidos en talleres. Se buscó la comprensión de la vivencia de la violencia a través de los discursos d las mujeres. Para formar las categorías analíticas utilizamos la técnica de análisis temático de contenido. El análisis se fundamentó en los constructos de la categoría género presentes en la vida cotidiana de esas mujeres. Los resultados mostraron que la violencia conyugal representa para las mujeres: miedo y aprisionamiento, y que en la conyugalidad, la mujer está más susceptible a relaciones desiguales de poder, con dominio masculino y legitimación de la violencia. En las hablas de las mujeres, se evidenciaron comportamientos y atributos que sustentan la condición femenina de sujeción al cónyugue y a la violencia.A study of qualitative approach, carried out with eleven women in a marital violence situation. Empirical data were produced from workshops, focusing on the understanding of violence experience through the women´s speech. In order to

  17. Mulheres e islamismo: os casos do Egito e da Turquia

    OpenAIRE

    Valdecila Cruz Lima

    2012-01-01

    Esta pesquisa se insere no campo dos estudos sobre o mundo muçulmano, tendo como objeto as mulheres muçulmanas e sua presença nos movimentos islamistas, entendidos aqui como movimentos fundamentalistas, cuja ideologia política tem como núcleo a defesa das tradições do Islã e a crítica ao Ocidente. O objetivo central é o de investigar em que medida esses movimentos podem estar contribuindo para (ou obstruindo) uma possível emancipação das mulheres muçulmanas, definida essa emancipação por crit...

  18. A TRAJETÓRIA EDUCACIONAL E PROFISSIONAL DA MULHER ADMINISTRADORA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Terezinha Gascho Volpato

    2006-12-01

    Full Text Available Através de uma pesquisa bibliográfica, pretende-se demonstrar sucintamente o processo pelo qual as mulheres passaram da invisibilidade social e cultural a participantes efetivas do mundo educacional e profissional, bem como apresentar uma pesquisa de campo realizada com os alunos e alunas da Escola Superior de Administração e Gerência (Esag, que buscou conhecer a visão dos futuros administradores acerca da mulher engajada na área executiva e que exerce cargos de chefia. Observou-se que, apesar do grande avanço no que tange ao reconhecimento social e da capacidade intelectual das mulheres, os estereótipos que as menosprezavam não desapareceram por completo. Mesmo que de uma forma mais branda, continuam presentes na mente das pessoas e servem para alimentar as desigualdades e inibir a aceitação das diferenças individuais.

  19. Sexualidade no período climatérico: situações vivenciadas pela mulher Sexualidad en el período cilmatérico: situaciones vivenciadas por la mujer Sexuality in the climateric period: situations experienced by women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Rodrigues Fernandez

    2005-06-01

    Full Text Available Estudo de caráter descritivo,com o objetivo de identificar os aspectos que as mulheres atendidas em um Serviço de Ginecologia e Obstetrícia consideram como positivos e negativos no exercício de sua sexualidade, na fase do climatério. Os dados foram coletados através de entrevista individual, utilizando-se da técnica de incidentes críticos. As 45 mulheres entrevistadas mencionaram 86 situações, sendo 41 (47,7% consideradas positivas e 45 (52,3% negativas. As situações foram classificadas em três categorias: relacionamento a dois, ato sexual e mulher - ser social. Os resultados evidenciaram que elas priorizam a valorização da qualidade do relacionamento e da manifestação da emoção no contexto romântico. Destacaram a insatisfação com a auto-imagem e a presença da dominação sexual do homem sobre a mulher. O estudo possibilitou uma compre-ensão mais abrangente sobre o climatério, oferecendo subsídios para a assistência à saúde da mulher contemplando a dimensão sexual.Estudio de carácter descriptivo realizado con el objetivo de identificar los aspectos que las mujeres, atendidas en un Servicio de Ginecología y Obstetricia, consideran como positivos y negativos en el ejercicio de su sexualidad, en la fase del climaterio. Los datos fueron recolectados por medio de entrevista individual, utilizándose la técnica de incidentes críticos. Las 45 mujeres entrevistadas mencionaron 86 situaciones, siendo 41 (47,7% consideradas positivas y 45 (52,3%, negativas. Las situaciones fueron clasificadas en tres categorías: relación a dos, acto sexual y mujer - ser social. Los resultados permiten evidenciar que esas mujeres priorizan la valorización de la calidad del relacionamiento y de la manifestación de la emoción en el contexto romántico. Destacaron la insatisfacción con su auto-imagen y la presencia del dominio sexual masculino sobre el femenino. El estudio posibilitó una comprensión más amplia respecto al climaterio

  20. Sobrevida de mulheres tratadas por câncer de mama no estado do Rio de Janeiro Sobrevida de mujeres tratadas por câncer de mama en el estado de Rio de Janeiro, Sureste de Brasil Survival of breast cancer women in the state of Rio de Janeiro, Southeastern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudia Brito

    2009-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a associação entre sobrevida de mulheres com câncer de mama e estrutura e práticas observadas nos estabelecimentos de assistência oncológica. MÉTODOS: Estudo longitudinal retrospectivo, baseado em informações do Sistema de Autorização de Procedimentos de Alta Complexidade do Sistema Único de Saúde e em amostra aleatória de 310 prontuários de mulheres prevalentes atendidas em 15 unidades hospitalares e ambulatoriais oncológicas com quimioterapia entre 1999 e 2002, no estado do Rio de Janeiro. Foram consideradas como variáveis independentes características da estrutura das unidades oncológicas e as suas intervenções praticadas, controlando o efeito com variáveis sociodemográficas e clínicas das pacientes. Para análise dos dados, foram utilizados a técnica de Kaplan-Meier e o modelo de risco de Cox (pseudo-verossimilhança. RESULTADOS: As análises de Kaplan-Meier apontaram associações significativas entre sobrevida e tempo entre diagnóstico e início do tratamento, realização de cirurgia, utilização de hormonioterapia, tipo de hormonioterapia, combinações terapêuticas, tipo de unidade e plano de saúde, volume de atendimento em câncer de mama do estabelecimento e natureza jurídica da unidade. Estimativas obtidas pelo modelo de Cox indicaram associações positivas entre o hazard de morte e tempo entre diagnóstico e início do tratamento, volume de atendimento de câncer de mama do estabelecimento e tipo de unidade combinado ao uso de plano de saúde; e negativas entre sobrevida e cirurgia de mama e tipo de hormonioterapia. CONCLUSÕES: Os resultados mostram associação entre sobrevida de câncer de mama e o cuidado de saúde prestado pelos serviços credenciados, com implicações práticas para pautar novas propostas para o controle do câncer no Brasil.OBJETIVO: Evaluar la asociación entre sobrevida de mujeres con cáncer de mama y estructura y prácticas observadas en los

  1. Fantasies about pregnancy and motherhood reported by fertile adult women under hemodialysis in the Brazilian Southeast: a clinical-qualitative study Fantasías sobre embarazo y maternidad relatadas por mujeres adultas fértiles en hemodiálisis, sudeste de Brasil: un estudio clínico-cualitativo Fantasias sobre gravidez e maternidade relatadas por mulheres adultas férteis em hemodiálise, sudeste do Brasil: um estudo clínico-qualitativo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberta de Carvalho Pinto Nazario

    2007-02-01

    ón, además de simbolizar un acto de generosidad, representaría solución de una demanda individual profunda. La fantasía de adopción en sí misma, aunque sin posibilidades de convertirse en realidad, aumentaría la autoestima de esas mujeres.Este artigo discute experiências com hemodiálise em termos dos significados que mulheres trouxeram aos diversos fenômenos associados. A insuficiência renal pode apresentar uma redução progressiva da função dos rins, na qual ambos ficaram afetados e tornaram-se incapazes de remover metabólitos do sangue. A vivência da hemodiálise está associada a importantes mecanismos psicossociais da adaptação. Este trabalho adotou um desenho clínico-qualitativo, realizado em serviços de nefrologia de dois hospitais gerais. O método incluiu amostra proposital de nove mulheres em hemodiálise, aplicando entrevistas semidirigidas de perguntas abertas. Após categorização das falas das entrevistadas, a interpretação utilizou abordagens psicodinâmicas. Concluiu-se que as mulheres observadas vivenciaram graus diferentes de desejos de gravidez e de tornarem-se mãe, agora desafiadas por doença limitante. Considerando o problema da adoção, além de simbolizar ato de generosidade, representaria solução para profunda demanda individual. A própria fantasia de adoção, embora pudesse não se tornar realidade, aumentaria a auto-estima destas mulheres.

  2. Identificação do papilomavírus humano por biologia molecular em mulheres assintomáticas Genital human papillomavirus infection identification by molecular biology among asymptomatic women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bernadete Nonnenmacher

    2002-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar a associação entre fatores epidemiológicos e infecção genital pelo papilomavírus humano (HPV. MÉTODOS: Realizou-se estudo transversal com 975 mulheres atendidas em um serviço público de rastreamento para o câncer cervical, em Porto Alegre, Brasil. As mulheres foram consideradas infectadas pelo HPV quando apresentaram o teste de DNA positivo para esse vírus, tanto pelo método de captura híbrida II (CH II como pelo método de reação em cadeia da polimerase (PCR. Mulheres infectadas pelo HPV foram comparadas com mulheres não infectadas oriundas da mesma população. RESULTADOS: Foram estudadas 975 mulheres. A prevalência observada de HPV (pela combinação dos métodos de DNA foi de 27%. Quando a análise de cada método de DNA foi feito isoladamente, a prevalência de HPV-DNA foi de 15% para a CH II e de 16% para PCR. Regressão logística múltipla incondicional foi utilizada na identificação dos fatores associados à infecção pelo HPV. Foi encontrada associação positiva com as seguintes variáveis: anos de escolaridade (11 anos: OR=2,05; IC95%=1,31; 3,20; referência: até oito anos de escolaridade; ser casada (OR=1,69; IC95%=0,78; 2,00; referência: ser solteira; parceiros sexuais ao longo da vida (dois parceiros: OR=1,67; IC95%=1,01; 2,77; quatro ou mais: OR=2,18; IC95%=1,15; 4,13; referência: um parceiro; idade da primeira relação sexual (15-16 anos: OR=4,05; IC95%=0,89; 18,29; referência: > ou = 22 anos. CONCLUSÕES: Vários fatores parecem estar associados à presença de infecção genital pelo HPV, especialmente aqueles referentes ao comportamento sexual (idade da primeira relação sexual, número de parceiros sexuais ao longo da vida e estado marital e aqueles relacionados à situação socioeconômica (escolaridade.OBJECTIVE: To evaluate whether epidemiological factors may be associated to genital human papillomavirus (HPV infection. METHODS: A cross-sectional study was carried out among

  3. The interference of the care context with the visibility of the drug consumption by women La intervención del contexto asistencial en la visibilidad del consumo de drogas por mujeres A interferência do contexto assistencial na visibilidade do consumo de drogas por mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jeane Freitas de Oliveira

    2007-04-01

    ón de aquellos profesionales sobre las consumidoras, lo que puede interferir en las estrategias asistenciales utilizadas. Se recomienda la articulación entre los dos contextos asistenciales en la unidad estudiada y de esta con los otros servicios de salud.Considerando a crescente demanda por assistência à drogadição feminina e sua internacionalmente reconhecida especificidade, este estudo qualitativo, realizado em Salvador-Ba, no período de outubro/2003 a setembro/2004, com profissionais de saúde, propõe investigar se o contexto assistencial em que eles se encontram interfere na visibilidade do consumo feminino de drogas. Através da observação participante e da análise de conteúdo de entrevistas com dezenove profissionais, revelaram-se situações específicas quanto à visibilidade de mulheres usuárias de acordo com o local de atendimento ("instituição" versus "rua". Diferenças na percepção da demanda, tipo de droga utilizado, idade, papéis sociais desempenhados e influência do parceiro para início e manutenção do consumo de drogas demonstraram que o contexto assistencial influencia na representação daqueles profissionais sobre as usuárias de drogas, o que pode interferir nas estratégias assistenciais implementadas. Recomenda-se a articulação entre os dois contextos assistenciais na unidade estudada e desta com outros serviços de saúde.

  4. Uma realidade em preto e branco: as mulheres vítimas de violência doméstica

    OpenAIRE

    Silva, Carla da

    2011-01-01

    Uma realidade em preto e branco: as mulheres vítimas de violência doméstica, tem por objetivo analisar e compreender a repercussão das ações desenvolvidas nos serviços de atenção ONG SOS Ação Mulher e Família e Centro de Referência e Apoio à Mulher CEAMO, na dinâmica de vida da mulher vítima de violência doméstica. Pelos capítulos, traçou-se um breve histórico sobre a história das mulheres na sociedade patriarcal, foram delineados conceitos e a questão da violência doméstica contra a mulher...

  5. Em cena: empoderamento de mulheres diretoras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria das Dores Cardoso Frazão

    2014-12-01

    Full Text Available A pesquisa situa-se entre os estudos feministas e a história da educação. A questão inicial trata de: como se constitui a mulher diretora que se empodera? A partir dessa questão, analisa-se este processo, em que se conhece o cotidiano destas pessoas e identifica-se a relação entre seus saberes e poderes, para, em seguida, compreender o entrelaçamento entre a territorialidade e o empoderamento político, social e psicológico das diretoras. A pesquisa abrangeu o período de 2007/2009, em seis escolas da Rede Municipal de Paço do Lumiar, localidade distante 28 quilômetros de São Luís, capital do Estado do Maranhão. Esta Rede possui quarenta e sete escolas, das quais quarenta e quatro são dirigidas por mulheres, sete destas foram nossas informantes, tendo uma sido exonerada e reconduzida ao cargo. Assim, questiona-se como alguns sujeitos percebem o poder e o trabalho das diretoras. Para tanto, realizou-se entrevista com o secretário adjunto de educação deste município e colheu-se quatorze depoimentos de sujeitos das escolas que acompanharam o trabalho das informantes mencionadas, o que possibilitou ampliar a compreensão acerca do objeto de estudo. O caminho para entender o processo de empoderamento é a trajetória profissional destas mulheres, utilizando entrevistas semiestruturadas, instrumento pertinente à metodologia da História Oral, cujo enfoque tem possibilitado dar voz, sobretudo, às minorias culturais e discriminadas como as mulheres. A pesquisa traz contribuições teóricas internacionais de Bourdieu (1996, 1997, 2004, 2005, 2006, Perrot (1998, Deere e León (2002; contribuições nacionais de Costa (1998, Freire (1987, 1992, 1996, Haesbaert (2005, 2006, 2007, por fim, as locais de Ferreira (2007, Motta (2003, Trovão (1994. Com isso, entende-se que o empoderamento implica abandonar as imagens de mulheres como eternas vítimas que impregnam nossa memória ou como supermulheres, que não dão boas manchetes. Ao falar

  6. La historia no contada del primer código de construcción en Colombia – 30 años

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Luisa González Pinzón

    2014-08-01

    Full Text Available A propósito del aniversario número 30 del primer Código Colombiano de Construcciones Sismo resistentes, la Revista de Ingeniería recuerda su historia a la luz de dos de sus protagonistas: los profesores Alberto Sarria y Luis Enrique García. En esta edición, los dos profesores nos cuentan la historia no contada del código que se gestó gracias a varios esfuerzos que proyectaron la ingeniería sísmica en Colombia con la creación del primer código de construcción sismo resistente.

  7. MULHERES BUDISTAS COMO LÍDERES E PROFESSORAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rita M. Gross

    2005-01-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.1590/S0104-026X2005000200015 No budismo, o papel do professor de dharma (religioso é a função mais prestigiosa, e o professor de dharma tem mais autoridade do que qualquer outro líder. Apesar de os ensinamentos budistas não conterem nenhuma doutrina que limite essa função ao homem, na prática, em toda a história budista, foram pouquíssimas as mulheres que se tornaram conhecidas como professoras de dharma. Algumas pessoas acham que essas práticas não prejudicam as mulheres, porque estas podem, ainda assim, receber os ensinamentos, fazer as práticas mais avançadas e obter altos níveis de esclarecimento espiritual. Contudo, eu afirmo que o fato de não haver professoras de dharma reconhecidas foi nocivo seja para as mulheres budistas, seja para o próprio budismo. Isso tem a ver com o legado das comunidades de monjas em muitas partes do mundo budista, com os baixos padrões de educação para as mulheres, com o fraco prestígio de que gozam as praticantes mulheres, com a falta de modelos para as mulheres e com a perda da sabedoria feminina na herança do pensamento budista. Até que as professoras de dharma não forem amplamente reconhecidas e honradas, o budismo continuará sendo perseguido por seu passado patriarcal, com o prejuízo de todos.

  8. Enxaqueca e Estresse em Mulheres no Contexto da Atenção Primária

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Leonetti Correia

    Full Text Available O presente estudo teve por objetivo verificar a associação entre enxaqueca e estresse em mulheres, assim como examinar o melhor modelo de predição da enxaqueca, considerando variáveis pessoais e do contexto ambiental. A enxaqueca foi identificada pelo Teste de Cefaleia em 75 mulheres sem antecedentes psiquiátricos. O estresse foi avaliado por meio do Inventário de Sintomas de Stress para adultos. Paralelamente, foram avaliados: eventos vitais, nível socioeconômico e características da amostra. Verificou-se que 55% das mulheres apresentaram enxaqueca e 59% sintomas de estresse. O modelo de predição identificou que o estresse foi o único preditor da enxaqueca em mulheres. Os achados mostram associação entre enxaqueca e estresse, a qual precisa ser levada em conta na assistência à saúde da mulher.

  9. Incontinência urinária em mulheres: razões da não procura por tratamento Incontinencia urinaria en mujeres: razones para no buscar tratamiento Urinary incontinence in women: reasons for not seeking treatment

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lígia da Silva

    2009-03-01

    Full Text Available O objetivo principal foi verificar as razões da não procura pelo tratamento da incontinência urinária (IU entre mulheres incontinentes, usuárias de uma Unidade Básica de Saúde em Campinas, SP. Trata-se de um estudo descritivo e transversal, no qual foram abordadas 213 mulheres que compareceram ao serviço para realizar o exame de citologia oncótica, sendo incluídas apenas 35 que eram incontinentes. Utilizaram-se três questionários: o ICIQ-SF, o King's Health Questionnaire e um instrumento elaborado para esse estudo. Grande parte dos sujeitos (45,7% não conhecia nenhuma forma de tratamento para a IU e mais da metade (65,7% não buscou tratamento para o problema, sendo as principais razões apontadas o fato de achar normal a perda de urina, não considerá-la algo importante e a questão do médico dizer que não era necessário. Conclui-se que o desconhecimento sobre os tipos de tratamento pode contribuir para não procurarem ajuda profissional.El objetivo principal fue verificar las razones de no buscar tratamiento para la incontinencia urinaria (IU entre mujeres incontinentes, usuarias de una Unidad Básica de Salud en Campinas, SP. Se trata de un estudio descriptivo y transversal, en el cual fueron abordadas 213 mujeres que comparecieron al servicio para realizar el examen de citología oncótica, siendo incluidas apenas 35 que eran incontinentes. Se utilizaron tres cuestionarios: el ICIQ-SF, el King´s Health Questionnaire y un instrumento elaborado para este estudio. Gran parte de los sujetos (45,7% no conocía ninguna forma de tratamiento para la IU y más de la mitad (65,7% no buscó tratamiento para el problema; siendo las principales razones apuntadas, el hecho de encontrar normal la pérdida de orina, no considerarla algo importante y la afirmación del médico de que no era necesario. Se concluye que el desconocimiento sobre los tipos de tratamiento puede contribuir para no buscar ayuda profesional.The main purpose of this

  10. Abordagem sobre trabalho artesanal em histórias de vida de mulheres

    OpenAIRE

    Silva,Márcia Alves da

    2015-01-01

    Este texto refere-se a um projeto de pesquisa em andamento, que busca investigar o processo de construção dos sentidos do trabalho feminino e sua relação com a categorização de gênero a partir das histórias de vida de mulheres artesãs e da produção artesanal produzida por cada participante. Um grupo participante é formado por mulheres artesãs pertencentes a uma cooperativa de arte e artesanato popular e o outro por discentes de ...

  11. Abordagem sobre trabalho artesanal em histórias de vida de mulheres

    OpenAIRE

    Silva, Márcia Alves da

    2015-01-01

    Este texto refere-se a um projeto de pesquisa em andamento, que busca investigar o processo de construção dos sentidos do trabalho feminino e sua relação com a categorização de gênero a partir das histórias de vida de mulheres artesãs e da produção artesanal produzida por cada participante. Um grupo participante é formado por mulheres artesãs pertencentes a uma cooperativa de arte e artesanato popular e o outro por discentes de cursos de licenciaturas da Universidade Federal de Pelotas (UFPel...

  12. O olhar dos responsáveis pela política de saúde da mulher climatérica La mirada de los responsables por la política de la salud de la mujer climatérica The look of the responsible ones for the politics of health of woman climacterics

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Queli Lisiane Castro Pereira

    2009-06-01

    Full Text Available Trata-se de um estudo qualitativo, exploratório e descritivo que tem como objetivo identificar a busca das usuárias climatéricas do Sistema Único de Saúde por serviços e ações de saúde nos municípios da 3ª Coordenadoria Regional de Saúde do Rio Grande do Sul, na perspectiva dos responsáveis pela política da saúde da mulher. A procura das climatéricas caracterizou-se por ser em função dos sintomas e queixas típicos desta fase, e dúvidas quanto a uma possível gestação. Há de se procurar pôr em prática o direito constitucional da integralidade, preservando os direitos já conquistados pelas mulheres e ampliar os serviços assistenciais, para que possam corresponder, tanto quantitativa como qualitativamente, às demandas, às necessidades de promoção, prevenção e recuperação da saúde das usuárias do sistema de saúde brasileiro.Se trata de un estudio cualitativo, exploratorio y descriptivo como objetivo identificar la búsqueda de las climatéricas usuarias del sistema único de salud por servicios y acciones de salud en los municipios de la 3ª Coordinaciones Regional de Salud do Rio Grande do Sul, en la perspectiva de los responsables por la política de la salud de la mujer. La busca de las climatéricas se caracterizó por ser en función de los síntomas y quejas típicos de esta fase y, dudas cuanto a una posible gestación. Hay de buscarse por en práctica el derecho constitucional de la integridad, preservando los derechos ya conquistados por las mujeres y ampliar los servicios asistenciales, a fin de que puedan corresponder tanto cuantitativa como cualitativamente a las demandas, a las necesidades de promoción, prevención y recuperación de la salud de las usuarias del sistema de salud brasileño.It is about qualitative, exploratory and descriptive study with objective to identify to the search of the climacteric's using of the single health system for services and action of health in the cities of 3ª

  13. Markers of vulnerability for cervical cancer in HIV-infected women Marcadores de vulnerabilidad al cáncer de cuello uterino en mujeres infectadas por el HIV Marcadores de vulnerabilidade ao câncer de colo do útero em mulheres infectadas pelo HIV

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniele Mary Silva de Brito

    2011-06-01

    Full Text Available This study identifies the dimensions and markers of vulnerability among women infected with HIV regarding the development of cervical cancer. A total of 76 HIV-infected women cared for in Fortaleza, CE, Brazil from October 2007 to June 2008 participated in the study. Semi-structured interviews were used to collect socio-demographic, clinical, and sexual data, as well as situations related to health care follow-up and the prevention of cervical cancer. Identified situations were grouped according to the dimensions and markers of vulnerability. HIV-infected women experience different situations linked to individual, programmatic and social dimensions that leave them vulnerable to the development of cervical cancer. The conclusion is that this population is vulnerable to cervical cancer and specific preventive actions are necessary to supply information associated with early detection, improve knowledge, encourage self-care, and improve the quality of health services directed to this population.Se objetivó identificar las dimensiones y los marcadores de vulnerabilidad entre mujeres infectadas por el HIV, en el caso del desarrollo del cáncer cérvico uterino. Participaron 76 mujeres, infectadas por el HIV, de octubre de 2007 a junio de 2008, atendidas en Fortaleza, estado de Ceará, en Brasil. La entrevista semiestructurada propició evaluar datos sociodemográficos, clínicos, sexuales y situaciones relacionadas al seguimiento en salud y a la prevención contra cáncer cérvico uterino. Los datos posibilitaron el agrupamiento de situaciones indicadas en las dimensiones y marcadores de vulnerabilidad. Las mujeres infectadas por el HIV presentan diferentes situaciones que las tornan vulnerables al desarrollo del cáncer de cuello uterino, ligadas a las dimensiones individual, programática y social. Se concluye que esta población es vulnerable al cáncer de cuello uterino y que son necesarias acciones preventivas específicas, para ofrecer

  14. Food Consumption and Iron Intake of Pregnant and Reproductive Aged Women Consumo alimentar e ingestión de hierro por mujeres embarazadas y en edad reproductiva Consumo alimentar e ingestão de ferro de gestantes e mulheres em idade reprodutiva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Paula Sayuri Sato

    2010-04-01

    alimentos, suplemento medicamentoso para gestantes y orientación nutricional para las mujeres en general.Comparar a prática alimentar e o consumo de alimentos fontes de ferro, naturais e fortificados, de mulheres em idade reprodutiva, gestantes ou não, constituiu o objetivo desta pesquisa. Estudo transversal, desenvolvido em um centro de saúde do município de São Paulo, envolvendo 61 mulheres, sendo 30 gestantes. Utilizou-se questionário de frequência de consumo alimentar e recordatório de 24h. As principais fontes naturais de ferro foram feijão e folhas verdes. Alimentos fortificados também tiveram participação importante. Houve pequena diferença estatisticamente significativa entre o consumo alimentar das gestantes e não gestantes. Observou-se inadequação do consumo de ferro, folato e cálcio nos dois grupos. As mulheres não gestantes atenderiam a demanda de ferro, considerando-se o adicional recomendado para a fortificação das farinhas, porém, as gestantes não. Há necessidade de estratégias combinadas: fortificação dos alimentos, suplementação medicamentosa para gestantes e orientação nutricional para as mulheres em geral.

  15. Prevalência da violência praticada por parceiro masculino entre mulheres usuárias da rede primária de saúde do Estado de São Paulo Prevalence of violence by intimate male partner among women in primary health units in São Paulo State

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Karina Rios de Araujo Mathias

    2013-04-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Avaliar a prevalência e fatores associados à violência praticada por parceiro íntimo (VPI, entre mulheres usuárias das Unidades Básicas de Saúde (UBS do Estado de São Paulo. MÉTODOS: Foi realizado um estudo descritivo de corte transversal, a partir da análise secundária de dados de entrevista a mulheres usuárias de 75 UBS de 15 Departamentos Regionais do Estado de São Paulo, no período de Agosto/2008 a Maio/2009. Foi utilizado questionário baseado no Abuse Assessment Screen e o Conflict Tactics Scales modificado pelo Violence Against Women Study (VAW, estruturado e pré-testado. As variáveis estudadas foram os tipos de VPI (psicológica, física e sexual e variáveis sociodemográficas (idade, escolaridade, cor da pele, trabalho remunerado, religião, estado marital e classe econômica. Foram entrevistadas 2.379 mulheres de 18 a 60 anos. RESULTADOS: A prevalência de VPI durante a vida foi de 55,7%, sendo a psicológica, física e sexual de 53,8, 32,2 e 12,4%, respectivamente. As mulheres sem companheiro, mas com casamento anterior, com escolaridade PURPOSE: To evaluate the prevalence and factors associated with intimate partner violence (IPV among women users of Basic Health Units (BHU in the State of São Paulo. METHODS: This was a cross-sectional descriptive study based on secondary data analysis of women users' interviews at 75 BHU in the State of São Paulo, from August/2008 to May/2009. We used a questionnaire based on the Abuse Assessment Screen and the Conflict Tactics Scales modified by the Violence Against Women Study (VAW, structured and pre-tested. The variables studied were the types of IPV (psychological, physical and sexual and sociodemographic variables (age, education, race, paid work, religion, marital status and economic class. We interviewed 2,379 women aged 18 to 60 years. RESULTS: The prevalence of lifetime IPV was 55.7%, and the prevalences of psychological, physical and sexual IPV were 53.8, 32

  16. A mulher nas propagandas de cerveja: efeitos de sentido

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Keila Rejane Warmling

    2012-04-01

    Full Text Available O presente trabalho tem por objetivo analisar propagandas de cervejas que circulam na mídia, observando as marcas de seus discursos em relação a figura feminina. A cerveja no Brasil, muitas vezes aparece associada as mulheres, tais propagandas têm como objetivo principal atingir o público masculino. Nas propagandas analisadas, as mulheres aparecem estereotipadas, vistas somente como símbolo sexual, provocando além do apelo ao consumo, desejos através dos sentidos, pois aparecem desnudas e provocantes, despertando assim a libido no público alvo. Os anúncios publicitários fazem parte do cotidiano das pessoas, são utilizados para divertir, comunicar e interagir no meio em que são expostos, por isso a grande empreitada dos publicitários é encontrar meios de despertar interesse por sua marca, tudo se resume em uma luta pela atenção do consumidor.Palavras-chave: letras; Análise do Discurso; mulher; propagandas de cerveja.

  17. A produção escrita das mulheres negras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Conceição Lopes Fontoura

    2004-01-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.1590/S0104-026X2004000300015 O artigo faz uma análise dos escritos publicados por Maria Mulher – Organização de Mulheres Negras, tendo em vista atender a sua missão institucional.Inicialmente, é feita uma apresentação da forma como a organização presta informações para as mulheres, em especial, as negras, visando ao combate às discriminações sexista, de raça/etnia e de classe social dentro dos programas que desenvolve. O texto faz também referência à falta de organizações que incentivem a produção intelectual de entidades feministas negras. Finalmente, para aumentar o número de publicações das organizações de mulheres negras, o trabalho aponta para a produção de obras em conjunto, as quais abordarão temas de acordo com a vocação de cada instituição.

  18. MULHERES MULTIFUNCIONAIS: mercado de trabalho e dilemas familiares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline de Andrade Ramalho

    2013-11-01

    Full Text Available O presente artigo tem como objetivo discutir sobre as mudanças na vida das mulheres e no âmbito familiar a partir da sua entrada no mercado de trabalho, bem como, as dificuldades de ascensão profissional devido à discriminação e os desafios enfrentados por essas mulheres em seu cotidiano. Para tanto, adotamos a pesquisa qualitativa, fazendo uma revisão bibliográfica a respeito da temática em questão. Dentre as categorias em destaque na análise, destaca-se a função materna da mulher, seus conflitos de valores e suas consequências. Mesmo assumindo jornadas árduas de trabalho, percebemos que a sociedade e a própria mulher continuam atribuindo as responsabilidades domésticas e os cuidados com os filhos a elas, assim, apesar do cansaço, para muitas, isto ainda é motivo de realização.

  19. Mortalidade por neoplasmas em mulheres em idade reprodutiva - 15 a 49 anos - no estado de São Paulo, Brasil, de 1991 a 1995 Mortality owing to neoplasms in women during the reproductive age (15 to 49 years in the State of São Paulo, Brazil, from 1991 to 1995

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    N. HADDAD

    2001-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever a mortalidade feminina por neoplasmas no período reprodutivo (15 a 49 anos, no Estado de São Paulo, de 1991 a 1995. MÉTODOS: A listagem dos óbitos, com as causas básicas codificadas pela Classificação Internacional de Doenças, 9ª Revisão e as estimativas da população feminina, por grupos etários, foram fornecidas pela Fundação SEADE. Foram calculados coeficientes específicos por 100.000 mulheres, as medianas desses coeficientes relativas ao quinquênio e porcentagens de causas básicas por alguns sub-grupos. RESULTADOS: Nas mulheres mais jovens, de 15 a 29 anos, a mortalidade maior é relativa ao agrupamento "Neoplasma maligno dos tecidos linfático e hematopoiético", seguida de "Neoplasma maligno dos ossos, do tecido conjuntivo, da pele e da mama". Após os 30 anos, passa a ser preponderante este último agrupamento, seguido de "Neoplasma maligno dos órgãos genitourinários", de "Neoplasma maligno dos órgãos digestivos e do peritônio" e de "Neoplasma maligno dos tecidos linfático e hematopoiético". As causas básicas específicas com maior mortalidade foram, nas mulheres de 15 a 29 anos, as leucemias mielóide e linfóide e , nas de 30 a 49 anos, em ordem decrescente, o câncer de mama, o câncer de colo e de porção não especificada do útero, o câncer de estômago, o câncer de traquéia, brônquios e pulmão e o câncer de ovário e de outros anexos do útero. CONCLUSÕES: Medidas preventivas devem ser intensificadas para diminuição dos fatores de risco, bem como para diagnóstico e tratamento precoce dos neoplasmas, em mulheres em idade fértil, visando a preservar a sua saúde e a evitar possíveis gestações complicadas com essas doenças.OBJECTIVE: To describe the mortality owing to neoplasms in women of reproductive age (15 to 49 years in the State of São Paulo, Brazil, from 1991 to 1995. METHODS: A list of all deaths and their underlying causes, coded according to the International

  20. Repercussão da violência na mulher e suas formas de enfrentamento

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Cláudia Wendt dos Santos

    2011-08-01

    Full Text Available A violência contra a mulher é um tema complexo pela multideterminação de elementos de análises que nela convergem. Esta pesquisa objetivou caracterizar a repercussão da violência na mulher e suas formas de enfrentamento. O estudo foi exploratório-descritivo e adotou a metodologia qualitativa, sendo as participantes 10 mulheres agredidas que prestaram queixa em uma Delegacia da Mulher. A coleta de dados realizou-se por meio de entrevista semiestruturada, e para a análise dos dados utilizaram-se o software Atlas/ti 5.0 e a Teoria Fundamentada Empiricamente. Identificou-se a repercussão da violência na mulher por meio da insônia, da instabilidade emocional, da ideação suicida, do isolamento social e das estratégias de enfrentamento que foram focados no diálogo com amigos, familiares e colegas de trabalho; na busca de encontros sociais e no uso de medidas, tais como: tentativa de separação, saída de casa e denúncia. Considera-se que os dados obtidos subsidiam e qualificam intervenções e o atendimento de mulheres agredidas.

  1. Mulheres do Sul Brasil em terapia antirretroviral: perfil e o cotidiano medicamentoso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Stela Maris de Mello Padoin

    Full Text Available OBJETIVO: descrever o perfil sociodemográfico, comportamental e de tratamento de mulheres em terapia antirretroviral para síndrome da imunodeficiência adquirida. MÉTODOS: estudo descritivo, realizado de julho a dezembro de 2011, em hospital universitário do sul do Brasil, com mulheres maiores de 20 anos que vivem com o HIV; para a coleta de dados, utilizou-se questionário com questões fechadas e abertas. RESULTADOS: foram incluídas 81 mulheres, das quais 30 possuíam idade entre 30 e 39 anos, 51 tinham Ensino Fundamental incompleto e 49, renda familiar menor que dois salários mínimos; para 66 mulheres, a forma de transmissão foi por relação sexual; acerca do tratamento, 77 mulheres sabiam por que precisavam tomar antirretrovirais, 66 não dependiam de alguém para se lembrar de tomá-los e 41 consideravam fácil realizar o tratamento. CONCLUSÃO: sugere-se que os serviços de saúde busquem potencializar, o comportamento de adesão considerando o perfil sociodemográfico, comportamental e de tratamento das mulheres.

  2. Experiência do cuidado materno e amamentação sob a ótica de mulheres vítimas de violência conjugal Experiencia del cuidado materno y amamantación por la óptica de mujeres víctimas de violencia conyugal Maternal care and breastfeeding experience of women suffering intimate partner violence

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Aguiar Lourenço

    2008-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever os significados que mulheres vítimas de violência conjugal atribuem à experiência dos cuidados maternos e da amamentação. PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS: Foi realizado estudo qualitativo com 11 mulheres que sofreram violência conjugal durante a gravidez, com idade entre 16 e 41 anos, recrutadas em um hospital do município do Rio de Janeiro entre os meses de janeiro e março de 2005. Foram realizadas entrevistas em profundidade com essas mulheres e a técnica utilizada para produzir os dados foi a história de vida tópica complementada por roteiro semi-estruturado. ANÁLISE DOS RESULTADOS: A experiência de cuidar e amamentar foi expressa por sentimentos ambíguos: marcadamente solitária e de momentos vistos como positivos. O desmame ocorreu precocemente para a maioria das entrevistadas. A necessidade de trabalhar fora, a falta de informação sobre amamentação e a própria experiência de violência foram as principais razões expostas para não prosseguirem com a amamentação. CONCLUSÕES: O estudo aponta a necessidade de considerar a mulher como protagonista do modelo assistencial em amamentação, construindo espaços de escuta que incluam a atenção para a violência conjugal, bem como meios diferenciados de apoio.OBJETIVO: Describir los significados que mujeres víctimas de violencia conyugal atribuyen a la experiencia de los cuidados maternos y de la amamentación. PROCEDIMIENTOS METODOLÓGICOS: Fue realizado estudio cualitativo con 11 mujeres que sufrieron violencia conyugal durante el embarazo con edad entre 16 y 41 años, reclutadas en un hospital del município de Rio de Janeiro entre los meses de enero y marzo de 2005. Fueron realizadas entrevistas en profundidad con esas mujeres y la técnica utilizada para producir los datos fue la historia de vida tópica complementada por plan semi-estructurado. ANÁLISIS DE LOS RESULTADOS: La experiencia de cuidar y amamantar fue representada por sentimientos

  3. Representação Social das Relações Sexuais: um Estudo Transgeracional entre Mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kay Francis Leal Vieira

    Full Text Available Resumo Relações sexuais são influenciadas por normas, valores cristãos, cultura, política e economia, fazendo com que a mulher, ao longo da história, só as praticasse após o casamento. Entretanto, muitas mudanças ocorreram, sendo perceptíveis, atualmente, transformações conceituais e práticas no comportamento sexual das mulheres. Frente ao exposto, objetivou-se analisar as representações sociais das mulheres acerca das relações sexuais. Tratou-se de uma pesquisa descritiva, com abordagem qualitativa, cuja amostra foi composta por 60 mulheres, divididas em quatro gerações, sendo 15 adolescentes, 15 adultas jovens, 15 mulheres na meia-idade e 15 idosas, que responderam a um questionário. Os dados foram analisados por meio técnica de Análise de Conteúdo Temática proposta por Bardin. Observou-se que as relações sexuais foram representadas consensualmente entre as gerações através da afetividade e do prazer. As mulheres representaram as relações sexuais por meio dos aspectos biopsicossociais que compõem a sexualidade humana, apresentando semelhanças e divergências entre as gerações.

  4. Shore, Gary. Drácula: A história nunca contada. EUA, 2014, 92 min.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Henrique Calixto Moreira Monteiro

    2015-10-01

    Full Text Available A resenha versa acerca dos aspectos relevantes ao contexto social e linguístico da adaptação fílmica realizada por Gary Shore, em 2014, da obra Drácula, publicada por Bram Stoker em 1897. Utilizando-se dos pressupostos da fidelidade literária, da Disneyization e do papel do signo peirceano, a resenha busca expor os elementos que contornam o processo da adaptação cinematográfica e como se completam no público-alvo.

  5. Riqueza e status entre mulheres negras no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Emerson Ferreira Rocha

    Full Text Available Resumo Este artigo estuda a participação das mulheres negras no grupo dos ricos no Brasil. São definidos como ricos aqueles que integram o conjunto de 1% com maiores rendimentos advindos do trabalho principal. Através de modelos logísticos, estima-se em que medida a escolaridade, incluindo a segmentação por áreas de formação superior, contribui para as desvantagens desse grupo de mulheres quanto à participação entre os ricos. Estima-se também a contribuição relativa da remuneração discriminatória dos níveis educacionais. O estudo aborda também como a condição racial afeta a condição de status das mulheres negras ricas, sendo o conceito de status operacionalizado a partir das dinâmicas conjugais. O que se observa é que mulheres negras ricas, além de tenderem a não contar com um cônjuge, experimentam maiores probabilidades de estarem unidas a cônjuges não ricos, em comparação com as mulheres brancas. Isso indica que a condição racial deprecia suas possibilidades de conversão da afluência econômica em status social. A análise da dinâmica matrimonial é realizada com base em modelos logísticos multinominais. Os dados são provenientes do Censo Demográfico de 2010.

  6. Eqüidade de gênero e saúde das mulheres Equidad de género y salud de las mujeres Gender equality and women's health

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosa Maria Godoy Serpa da Fonseca

    2005-12-01

    Full Text Available Inicialmente são contadas duas histórias: uma ocorrida na Idade Média, em Florença, Itália, e outra na década de 90, do século passado, no Rio de Janeiro, Brasil. Ambas referem-se ao princípio da Justiça, o pilar ético da Eqüidade. A partir daí é feita uma análise de gênero da situação de saúde das mulheres e o quanto ela reflete as iniqüidades advindas das condições de desigualdade social a que estão submetidas. Conclui que adotar a eqüidade de gênero como conceito ético associado aos princípios de justiça social e direitos humanos significa re-olhar o cotidiano de milhares de mulheres, indignar-se com o sofrimento e provocar transformações, sem confundir o direito à assistência digna e respeitável por serem, antes de tudo, cidadãs, com o imperativo de tê-las hígidas e produtivas, por serem geradoras e mantenedoras da força de trabalho presente e futura, de quem a sociedade depende para a geração da riqueza social.IInicialmente se cuentan dos historias: una ocurrida en la Edad Media, en Florencia-Italia, y otra en la década del 90, en Rio de Janeiro, Brasil. Ambas se refieren al principio de Justicia, el pilar ético de la Equidad. A partir de ahí se realiza un análisis de género de la situación de salud de las mujeres y lo que ella refleja en cuanto a las inequidades advenidas de las condiciones de desigualdad social a que están sometidas. Concluye que adoptar la equidad de género como concepto ético asociado a los principios de justicia social y derechos humanos significa volver a mirar el cotidiano de millares de mujeres, indignarse con el sufrimiento y provocar transformaciones, sin confundir el derecho a la asistencia digna y respetable por ser, antes de todo, ciudadanas, con el imperativo de tenerlas productivas, al ser generadoras y manutensoras de la fuerza de trabajo presente y futura, de quien la sociedad depende para la generación de la riqueza social.Two stories are told: one that took

  7. Argumentos em torno da possibilidade de infecção por DST e Aids entre mulheres que se autodefinem como lésbicas Arguments on the possibility of STD infection and Aids among women that define themselves as lesbians

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    G. Almeida

    2009-01-01

    Full Text Available A produção acadêmica motivada pela epidemia de HIV e Aids impulsionou as pesquisas relativas à sexualidade, configurando novos campos de investigação, em especial sobre os "gays". No entanto, não é significativa no Brasil a produção acadêmica que aborde a vulnerabilidade às DSTs a partir da identidade "lésbica". A saúde sexual das mulheres presumidamente heterossexuais tendeu a permanecer subsumida à exclusiva preocupação com a reprodução ao longo da trajetória das políticas de atenção à saúde das mulheres, mesmo frente à Aids. De forma ainda mais acentuada que a sexualidade feminina heterossexual, a homossexualidade feminina tendeu à invisibilidade na sociedade brasileira e frente ao discurso médico-ginecológico. O advento da epidemia contribuiu para a manutenção desta invisibilidade, por força da crença de que o "corpo lésbico" seria o único corpo infenso à infecção pela via sexual. A hipótese que norteou o presente trabalho está calcada na ideia de que a vulnerabilidade das lésbicas é o "passaporte" para a afirmação/inclusão de um dado marco identitário na agenda de políticas públicas.The academic production motivated by HIV and Aids epidemic has impelled research works related to the sexuality, configurating new investigation fields, mainly about gays. However, in Brazil, the academic production which addresses to the STD vulnerability, taking the lesbian identity into account, is not significant. The sexual health of women, expected to be heterosexual, was connected to the unique preoccupation about reproduction along the course of policies in terms of the attention to women's health, even facing Aids. Increasingly, considering the heterosexual female sexuality, female homosexuality has tended, in the Brazilian society, to become invisible in the medical / gynecologic speech. The epidemic contributed to this continuing invisibility, due to strong beliefs in which the "lesbian body" would be

  8. A vida enquanto figura e o envelhecimento enquanto fundo desejo, erotismo e sexualidade em mulheres maduras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mirela Berger

    2012-12-01

    Full Text Available O artigo é parte de minha pesquisa de pós-doutorado sobre sexualidade em mulheres idosas. O objetivo central é pensar o seguinte nó teórico: por um lado, a sexualidade tem sido alardeada como fundamental para um bom envelhecimento, por outro, torna-se um discurso normativo que associa “velhice saudável” com sexualidade, o que, além de criar a imagem de uma “idosa ideal” – aquela que tem vida sexual ativa – responsabiliza e culpabiliza as mulheres que não aderem a este modelo.

  9. Prevalência da infecção por Chlamydia Trachomatis e Neisseria Gonorrhoea em mulheres jovens sexualmente ativas em uma cidade do Sul do Brasil Prevalence of Chlamydia Trachomatis and Neisseria Gonorrhoea infections in sexual actives young women at a Southern Brazilian city

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Regina Celi Passagnolo Sérgio Piazzetta

    2011-11-01

    Full Text Available OBJETIVO: conhecer a prevalência da clamídia e da gonorreia numa amostra de mulheres da cidade de Curitiba. MÉTODOS: estudo transversal com mulheres sexualmente ativas entre 16 e 23 anos, útero intacto, não gestantes, com até quatro parceiros sexuais, sem evidência de cervicite purulenta ou febre e que foram submetidas a exame pélvico e avaliadas pelo método PCR em amostra de urina para clamídia e gonorreia. Os critérios de exclusão foram: vacinação para o HPV, história de vacinação nos últimos 21 dias, citologia oncótica anterior anormal, história de verrugas genitais, esplenectomia, distúrbios imunológicos e uso de imunossupressores. Foi aplicada entrevista contendo dados sociodemográficos, gineco-obstétricos e de comportamento de risco para doença sexualmente transmissível. Para a análise estatística, utilizou-se o teste do c2 ou o teste exato de Fisher para avaliar a associação entre as variáveis. RESULTADOS: a prevalência da infecção por clamídia e gonorreia no grupo estudado foi de 10,7 e 1,5%, respectivamente, sendo a taxa de coinfecção de 0,9%. Não foi encontrada correlação entre as faixas de idade das voluntárias, a idade de início da atividade sexual, o número de parceiros sexuais e o número de novos parceiros sexuais nos últimos seis meses, com a presença de clamídia ou gonorreia. As mulheres que apresentavam corrimento ou ectrópio tiveram uma prevalência de infecção por clamídia duas vezes mais alta do que aquelas que não apresentavam esses sinais. CONCLUSÕES: os resultados foram similares aos estudos nacionais, utilizando PCR em amostra de urina para detecção de clamídia e gonorreia, com amostras de mulheres não gestantes nas mesmas faixas de idade e com os mesmos antecedentes. Por terem sido excluídas as voluntárias com mais de quatro parceiros sexuais e aquelas que apresentavam endocervicite purulenta, acredita-se que a prevalência da infecção pela clamídia e

  10. Alterações de equilíbrio postural e qualidade de vida em mulheres no ciclo gravídico puerperal

    OpenAIRE

    Eufrásio, Laiane Santos

    2015-01-01

    INTRODUÇÃO: O ciclo gravídico-puerperal causa inúmeras transformações na vida da mulher, sejam elas físicas, hormonais, emocionais ou sociais. Tais alterações podem afetar o equilíbrio postural e a qualidade de vida dessas mulheres na gravidez, podendo persistir no pós-parto. OBJETIVO: Analisar alterações no equilíbrio postural e qualidade de vida em mulheres na gravidez e no pós-parto. METODOLOGIA: Este estudo foi composto por 47 mulheres participantes do Curso para Gestant...

  11. Desenvolvimento e igualdade de gênero: avanços e desafios no enfrentamento da violência contra a mulher

    OpenAIRE

    Grossi, Patrícia Krieger; Vincensi, Jaqueline Goulart; Almeida, Sônia Maria A. F; Pedersen, Jaina Raqueli

    2012-01-01

    Este artigo tem por objetivo destacar a importância de políticas públicas de enfrentamento á violência contra a mulher e da Lei Maria da Penha a partir do olhar dos gestores das políticas de assistência social, coordenadores das Políticas de Mulheres e profissionais que atuam em Centros de Referência de Mulheres, Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e Centro de Referência Especializado da Assistência Social (CREAS) e mulheres em atendimento em municípios do Estado do Rio Grande ...

  12. Views on treatment adherence among psychoactive substance-dependent women in the outpatient setting: a qualitative study Significados atribuídos por mulheres dependentes de substâncias psicoativas à adesão ao tratamento no contexto ambulatorial: um estudo qualitativo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dione Viégas Almeida Ribeiro

    2012-01-01

    êuticas disponíveis para a população dependente geral. Um número menor de mulheres em comparação a homens procura tratamento especializado. Tradicionalmente, os serviços de atenção a dependentes químicos oferecem terapias semelhantes para homens e mulheres, incluindo grupos mistos em alguns serviços. OBJETIVO: Discutir os significados psicológicos atribuídos por mulheres dependentes de substâncias psicoativas a fenômenos associados à adesão ao tratamento em um ambulatório universitário especializado. MÉTODO: Foi utilizado o método clínico-qualitativo, isto é, uma abordagem caracterizada pelo enfoque tipicamente qualitativo das ciências humanas adaptado ao contexto da saúde. Adotou-se a técnica de entrevista semiestruturada com questões abertas na coleta dos dados, combinada com observação das mulheres entrevistadas. Os dados obtidos foram tratados utilizando análise qualitativa de conteúdo. RESULTADOS: Três categorias de desfecho de tratamento foram identificadas: 1 motivações significativas para buscar e seguir o tratamento proposto; 2 significados simbólicos atribuídos à substância química; 3 representações psicológicas de desmotivação para explicar a dificuldade em aderir ao tratamento. CONCLUSÕES: Nossos achados sugerem que as motivações que levam mulheres dependentes a procurar tratamento são múltiplas, destacando-se o fato de que a substância utilizada passa a ser percebida como algo que traz perdas relevantes e prejudica o exercício adequado do papel feminino nos âmbitos familiar e social. Um acolhimento adequado é considerado fundamental para que a paciente prossiga seu tratamento, compensando o forte prazer físico associado ao uso da substância psicoativa.

  13. Conhecimentos, atitudes e prática do exame de Papanicolaou por mulheres, Nordeste do Brasil Conocimientos, actitudes y práctica del examen de Papanicolaou en Noreste Knowledge, attitudes, and practices related to Pap test by women, Northeastern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Veríssimo Fernandes

    2009-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar conhecimentos, atitudes e práticas das mulheres em relação ao exame citológico de Papanicolaou e a associação entre esses comportamentos e características sociodemográficas MÉTODOS: Inquérito domiciliar com abordagem quantitativa. Foram entrevistadas 267 mulheres com idade de 15 a 69 anos, selecionadas de forma estratificada aleatória, residentes no município de São José do Mipibu, RN, em 2007. Utilizou-se questionário com perguntas pré-codificadas e abertas, cujas respostas foram descritas e analisadas quanto à adequação dos conhecimentos, atitudes e prática das mulheres em relação ao exame preventivo de Papanicolaou. Foram realizados testes de associação entre as características sociodemográficas e os comportamentos estudados, com nível de significância de 5%. RESULTADOS: Apesar de 46,1% das mulheres entrevistadas terem mostrado conhecimento adequado, proporções de adequação significativamente maiores foram observadas em relação às atitudes e prática quanto ao exame: 63,3% e 64,4%, respectivamente. O maior grau de escolaridade apresentou associação com adequação dos conhecimentos, atitudes e prática, enquanto as principais barreiras para a realização do exame relatadas foram descuido, falta de solicitação do exame pelo médico e vergonha. CONCLUSÕES: O médico é a principal fonte de informação sobre o exame de Papanicolau. Entretanto, mulheres que vão a consultas com maior freqüência, embora apresentem prática mais adequada do exame, possuem baixa adequação de conhecimento e atitude frente ao procedimento, sugerindo que não estejam recebendo as informações adequadas sobre o objetivo do exame, suas vantagens e benefícios para sua saúde.OBJETIVO: Analizar conocimientos, actitudes y prácticas de las mujeres con relación al examen citológico de Papanicolaou y su asociación entre comportamientos y características sociodemográficas. MÉTODOS: Pesquisa domiciliar con

  14. Mortes por doenças infecciosas em mulheres: ocorrências no ciclo gravídico-puerperal Deaths due to infectious diseases in women: occurrences in pregnancy and puerperium

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ruy Laurenti

    2009-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever os óbitos por doenças infecciosas como causa básica ou múltipla, caracterizando os casos de doença infecciosa preexistente ou desenvolvida na gravidez, aqueles que são mortes maternas por causas obstétricas indiretas e os óbitos por Aids ou outras doenças infecciosas, ocorridos no ciclo gravídico puerperal, havendo dúvidas na classificação. MÉTODOS: Adotou-se a metodologia RAMOS (partindo-se da declaração de óbito -DO- original, dados reais são resgatados por entrevista domiciliar, consultas a prontuários hospitalares e laudos de autopsia; elaborando-se uma nova DO, com as reais causas de morte. População foi constituída pelos óbitos femininos de 10 a 49 anos, de residentes nas capitais brasileiras, do 1º semestre de 2002. As causas foram analisadas em básicas e múltiplas. RESULTADOS: Dos 7.332 óbitos, 917 apresentaram uma doença infecciosa como causa básica (Aids e tuberculose, principalmente. Em 37 casos, a falecida estava no ciclo gravídico puerperal ampliado (englobando, inclusive, mortes ocorridas de 43 dias até um ano pós-parto; 10 não foram classificadas como obstétricas indiretas permanecendo como infecciosas e 14 eram obstétricas indiretas. Quanto às causas múltiplas, para 791 mortes, cujas causas básicas não eram maternas nem infecciosas, houve 1.016 menções de doenças infecciosas (média de 1,28 menção/óbito. CONCLUSÃO: Como o número de mortes maternas é pequeno, recomenda-se, que investigações dos casos graves de complicações da gravidez, parto e puerpério que não faleceram (near-miss sejam feitas, pois, sendo mais numerosos, representam importante subsídio para estudos da mortalidade materna.OBJECTIVE: To describe deaths due to infectious diseases as an underlying or multiple cause, identifying cases of pre-existent infectious diseases or ones developed during pregnancy; deaths due to an indirect obstetric cause and deaths due to Aids or other infectious

  15. Criminal career-related factors among female robbers in the state of São Paulo, Brazil, and a presumed 'revolving-door' situation Fatores relacionados à carreira criminal em mulheres condenadas por roubo no estado de São Paulo, Brasil, e uma situação presumível de "porta giratória"

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Henrique Nadalini Mauá

    2012-06-01

    Full Text Available INTRODUCTION: Risk-taking behaviors, family criminality, poverty, and poor parenting have been frequently associated with an earlier onset of criminal activities and a longer criminal career among male convicts. OBJECTIVE: This study aims to identify factors related to the onset and recurrence of criminal behavior among female robbers in the State of São Paulo - Brazil. METHOD: It was a cross-sectional study carried out inside a feminine penitentiary in São Paulo. From June 2006 to June 2010, 175 inmates convicted only for robbery were recruited to be evaluated about family antecedents of criminal conviction, alcohol and drug misuse, impulsiveness, depressive symptoms, and psychosocial features. RESULTS Having family antecedents of criminal conviction consistently predicted an earlier onset of criminal activities and a longer criminal career among female robbers. Drug use in youth and the severity of drug misuse were significantly related to the initiation and recurrence of criminal behavior, respectively. DISCUSSION: Prisons must systematically screen detainees and provide treatments for those with health problems in general. Children of inmates should obtain help to modify the negative consequences of their parents' incarceration in order to mitigate the negative consequences of pursuing this 'static' factor.INTRODUÇÃO:Comportamentos de correr riscos, criminalidade familiar, pobreza e pais inadequados foram frequentemente associados a um início mais precoce de atividades criminais e a uma carreira criminal mais longa em presos do sexo masculino. OBJETIVO:Esse estudo visa identificar os fatores relacionados ao início e à recorrência do comportamento criminal em mulheres assaltantes no estado de São Paulo, Brasil. MÉTODO: Este foi um estudo em corte transversal realizado dentro de uma penitenciária feminina em São Paulo. De junho de 2006 a junho de 2010, 175 internas condenadas apenas por roubo foram recrutadas para avalia

  16. Mortalidade de mulheres em idade fértil no Município de São Paulo (Brasil, 1986: III- Mortes por diferentes causas: doenças cardiovasculares Mortality in women of reproductive age in S. Paulo city (Brazil, 1986: III - Death by different causes: cardiovascular diseases

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cecília Amaro de Lolio

    1991-02-01

    Full Text Available Dando seqüência à investigação de fidedignidade da certificação da causa básica da morte de mulheres em idade fértil (10-49 anos residentes no Município de São Paulo, em 1986, são apresentadas as principais causas de morte encontradas para o conjunto da população e segundo idade. Destacam-se, pela ordem, as doenças do aparelho circulatório (doenças cardiovasculares - DCV, os neoplasmas malígnos e as causas externas. As DCVs foram responsáveis por 23,6% das mortes ocorridas nesse grupo etário, com destaque para as doenças cerebrovasculares (51,1% destas mortes por DCV e para a doença isquêmica do coração (18,2% destas mortes, a maioria por infarto agudo do miocárdio. Comparando-se os resultados com o de investigação de mesma metodologia ocorrida no mesmo local para a década de 60, notou-se um declínio da mortalidade por doença reumática crônica de coração, aumento da mortalidade por doença cerebrovascular e por doença isquêmica do coração, mas com uma redução global dos coeficientes, ajustados por idade para o conjunto das DCVs. Houve também grande número de menções de hipertensão arterial ligadas às doenças cerebrovasculares (78,3% dos óbitos por estas causas eram de hipertensas e à doença isquêmica do coração (onde esta proporção era de 63,4%. Discute-se a importância desta possível alta prevalência de hipertensão arterial em população em idade fértil e o uso de anticoncepcionais orais de forma indiscriminada.Further to a research project into the accuracy of death given on the causes of death given on the death certificates of women of fertile age (10-49, resident in the City of S. Paulo, SP, Brazil, in 1986, the main causes of death for the population according to age, with remarks on the mortality from cardiovascular diseases (CVD, malignant neoplasms and external causes are presented. The CVD were responsible for 23.6% of all deaths in this age group, strokes occupying the

  17. "Near miss": repercussões e percepção da assistência recebida por mulheres sobreviventes egressas de uma unidade de terapia intensiva "Near miss": repercusiones y percepción de la asistencia recibida por mujeres sobrevivientes egresadas de una unidad de cuidados intensivos Repercussions of near miss and women's perception of care received in the critical care unit

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sandra Regina de Godoy

    2009-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Relatar as repercussões do "near miss" para a vida de mulheres sobreviventes e a percepção da assistência recebida. MÉTODOS: Trata-se de pesquisa qualitativa fundamentada na história oral. Foram utilizados conceitos da Antropologia Médica como referencial teórico. Para a coleta de dados foram realizadas entrevistas organizadas em narrativas com 13 mulheres egressas de uma UTI, durante o período de 2003 a 2005, residentes em Fernandópolis, SP. RESULTADOS: Os resultados mostraram que para algumas mulheres a experiência foi sofrida e deixou marcas, como a perda da fertilidade, sintomas depressivos, resignação ou falta de perspectiva de vida. Outras conseguiram ajustar-se e redirecionar suas vidas. Muitas se queixaram da assistência recebida, da negligência e ou imperícia dos profissionais durante o evento. CONCLUSÃO: Os resultados permitiram compreender a experiência das mulheres e apontaram para a desumanização do cuidado indicando a necessidade de estudos a respeito de questões éticas relativas às ações dos profissionais.OBJETIVO: Relatar las repercusiones del "near miss" para la vida de mujeres sobrevivientes y la percepción de la asistencia recibida. MÉTODOS: Se trata de una investigación cualitativa fundamentada en la historia oral. Como referencial teórico fueron utilizados conceptos de la Antropología Médica. Para la recolección de datos se llevaron a cabo entrevistas organizadas en narrativas con 13 mujeres egresadas de una UCI, durante el período del 2003 al 2005, residentes en Fernandópolis, SP. RESULTADOS: Los resultados mostraron que para algunas mujeres la experiencia fue de sufrimiento y dejó marcas, como la pérdida de la fertilidad, síntomas depresivos, resignación o falta de perspectiva de vida. Otras consiguieron ajustarse y reorientar sus vidas. Muchas se quejaron de la asistencia recibida, de la negligencia y o inexperiencia de los profesionales durante el evento. CONCLUSIÓN: Los

  18. O livro "Direitos das mulheres e injustiça dos homens" de Nísia Floresta: literatura, mulheres e o Brasil do século XIX

    OpenAIRE

    Campoi, Isabela Candeloro

    2011-01-01

    O livro Direitos das mulheres e injustiça dos homens foi publicado por Dionísia Gonçalves Pinto (1810-1885), mais conhecida como Nísia Floresta, em 1832. Tal obra foi considerada uma tradução livre de A Vindication of the rights of woman de Mary Wollstonecraft (1759-1797), autora inglesa que se tornou o principal nome em defesa dos direitos das mulheres no século XIX. No entanto, tratava-se da tradução de Woman not inferior to man de Mary Wortley Montagu (1689-1762). O artigo apresentado cont...

  19. Prática do autocuidado vivenciada pela mulher hipertensa: um análise no âmbito da educação em saúde La práctica del autocuidado vivenciada por la mujer hipertensa: un análisis en el ámbito de la educación para la salud Self-care practice lived by hipertensive woman: analysis on the health education focus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Zélia Maria de Souza Araújo Santos

    2006-04-01

    Full Text Available A investigação abordou a prática do autocuidado vivenciada pela mulher hipertensa. Estudo exploratório-descritivo, fundamentado na teoria do autocuidado de Orem e desenvolvido com 200 mulheres hipertensas em uma instituição pública de saúde de Fortaleza-CE. Os dados foram coletados durante as consultas de enfermagem, organizados em categorias e analisados conforme os fundamentos da teoria escolhida. Na amostra pesquisada, cerca de 172 (86% mulheres descobriram sua hipertensão mediante sinais e sintomas relacionados ao climatério. Evidenciou-se ainda nas mulheres, déficit de conhecimento e aderência parcial ao tratamento, consequentemente prática ineficaz do autocuidado, em virtude desse déficit. Desta forma, conclui-se que a prática do autocuidado era influenciada pela idade, pelo estágio de desenvolvimento e por problemas sociais, financeiros e de saúde.La investigación abordó la práctica del autocuidado vivenciada por la mujer hipertensa. Estudio exploratorio-descriptivo, fundamentado en la teoría del autocuidado de Orem y desarrollado con 200 mujeres hipertensas en una institución pública de salud de Fortaleza-CE. Los datos fueron recogidos durante las consultas de enfermería, organizados en categorías y analizados de acuerdo a los fundamentos de la teoría escogida. En la muestra pesquisada, cerca de 172 (86% mujeres descubrieron su hipertensión mediante señales e síntomas relacionados al climaterio. Se evidenció además en las mujeres un déficit de conocimiento, adhesión parcial al tratamiento y una práctica ineficaz de autocuidado en virtud de ese déficit. De esa forma, conclúyese que la práctica del autocuidado era influenciada por la edad, por el estadio de desarrollo y por problemas sociales, financieros y de salud.This study approached the practice of self care lived by the women that suffer with high blood pressure. Descriptive-exploratory study which was inspired on the Orem's self-care theory and

  20. Biopolítica, gênero e organismos internacionais: mercado dos direitos das mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flávia Cristina Silveira Lemos

    2015-12-01

    Full Text Available Resumo Este artigo tem o objetivo de analisar práticas de governo das mulheres pela UNESCO e UNICEF a partir da perspectiva histórica e documental. Efetua-se uma crítica à instrumentalidade dos direitos das mesmas pelo gerenciamento neoliberal. Interroga-se a vertente do empreendedorismo proposto por estes organismos e também é analisado como estes órgãos regulam os corpos de mulheres pelas relações familiares, pela conjugalidade e pela educação dos filhos. Por fim, são problematizadas as articulações entre ações sexistas, o atravessamento de uma racionalidade biológica de gênero e o empoderamentos das mulheres na política para mediar conflitos na comunidade, em nome da segurança.

  1. Qualidade do sono e qualidade de vida em mulheres portadoras do HIV/AIDS

    OpenAIRE

    Priscila Craveiro Junqueira

    2008-01-01

    INTRODUÇÃO: Tem-se afirmado que os distúrbios do sono começam precocemente na doença do HIV. Avaliamos as características do sono e a Qualidade de Vida (QV) de mulheres portadoras de HIV/AIDS. MÉTODO: Realizado no Centro Corsini o grupo-estudo foi composto por 30 mulheres portadoras de HIV/AIDS, idade média 35,4 anos. O grupo-controle foi composto por 30 mulheres que desconheciam seu diagnóstico para HIV do Centro de Saúde 31 de Março. Instrumentos: Índice de Qualidade do Sono de Pittsburgh, ...

  2. "Batuque de mulheres" : aprontando tamboreiras de nação nas terreiras de Pelotas e Rio Grande, RS

    OpenAIRE

    Ana Paula Lima Silveira

    2008-01-01

    Estudo etnográfico das trajetórias de três Tamboreiras de Nação, mulheres batuqueiras atuantes no contexto musical afro-religioso do extremo sul brasileiro, nas cidades de Pelotas e Rio Grande/RS, representantes de uma restrita rede de mulheres (re)conhecidas como prontas no Tambor de Nação. Tomando como objeto o batuque produzido por mulheres, suas concepções e práticas religiosas e musicais, procuro compreender os significados que a música adquire nesse contexto religioso e as condições de ...

  3. A violência doméstica contra a mulher: um desafio à filosofia e à teologia no Brasil

    OpenAIRE

    Lilian Conceição da Silva Pessoa de Lira; Faculdades EST, São Leopoldo, RS

    2014-01-01

    A Lei nº. 11.340, Lei Maria da Penha, foi sancionada no Brasil em 07 de agosto de 2006, devido às lutas históricas das feministas, movimentos de mulheres e atendendo aos compromissos internacionais assumidos pelo Estado em favor dos direitos humanos das mulheres. O Brasil é reconhecido como um dos lugares mais perigosos para as mulheres viverem, onde a violência doméstica e o sexismo são uma terrível realidade. Não por acaso a te&oac...

  4. Síndrome de quebra-nozes (nutcracker em uma mulher jovem em investigação por quadro de hematúria recorrente: um relato de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gustavo Lenci Marques

    2012-06-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A síndrome de quebra-nozes (SQN é uma condição na qual há compressão da veia renal esquerda pela aorta e a artéria mesentérica superior, associada a uma sintomatologia característica, porém pouco específica. RELATO DO CASO: Trata-se de uma paciente de 37 anos, apresentando hematúria macroscópica intermitente sem etiologia estabelecida até então. Durante a investigação, uma angiotomografia evidenciou compressão da veia renal esquerda no seu trajeto entre a artéria mesentérica superior e aorta abdominal, associada a importante dilatação de veia ovariana esquerda. DISCUSSÃO: A síndrome desencadeada pela compressão da veia renal esquerda pela aorta e artéria mesentérica superior apresenta prevalência provavelmente aumentada no sexo feminino e postula-se que seja associada a situações particulares, como a nefroptose e a escassez de gordura retroperitoneal. Hematúria, sinal típico, teria como causa a ruptura do fino septo que separa as veias do sistema coletor urinário. Vários exames de imagem podem auxiliar no diagnóstico. O tipo de tratamento que deve ser adotado ainda é controverso, existindo diversas opções cirúrgicas, como o uso de stent intravascular e a conduta conservadora. De diagnóstico costumeiramente tardio, essa síndrome deve ser incluída na investigação de pacientes com quadro de hematúria a esclarecer.

  5. Perfil da violência contra mulheres atendidas na Pousada de Maria Perfil de la violencia sufrida por mujeres atendidas en la Posada de María Profile of the violence committed against women assisted at Pousada de Maria lodging

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Liliana Maria Labronici

    2010-03-01

    Full Text Available Pesquisa exploratória, retrospectiva, realizada na Pousada de Maria, em Curitiba, em 2007. Teve como objetivo caracterizar o perfil da violência praticada contra mulheres residentes na Pousada de Maria, durante os anos de 1993 à 2007. Os dados foram obtidos através da análise de 886 fichas de registro das vítimas, transcritos para um instrumento construído para a pesquisa. As vítimas tinham idade entre 18 e 88 anos, baixa escolaridade, e sofreram violência física, psicológica, sexual e estrutural, principalmente pelos companheiros e pessoas conhecidas. Convivem com a violência para manter a união familiar, e rompem com ela na existência de programas sociais e abrigos. A violência é um fenômeno frequente entre mulheres solteiras, com ensino fundamental incompleto: 24,6% delas sofreram violência física, 24,15%, psicológica, 14,22%, violência estrutural. As solteiras, amasiadas e casadas devem ser inseridas como grupo de risco e objeto de atenção, pelos profissionais de saúde no planejamento de ações preventivas.Investigación exploratoria retrospectiva, realizada en la Posada de María en Curitiba, Brasil, en el año 2007, con el fin de caracterizar el perfil de la violencia ejercida contra mujeres que residieron en dicha institución en el período comprendido entre 1993 a 2007. Los datos fueron obtenidos a través del análisis de 886 fichas de registro de las víctimas y transcriptos para un instrumento formulado para la investigación. Las víctimas tenían entre 18 y 88 años, bajo índice de escolaridad; fueron víctimas de violencia física, psicológica, sexual y estructural, inflingida principalmente por sus compañeros y personas conocidas. Convivieron con la violencia para mantener la unión familiar, se libraron de ella cuando tuvieron acceso a programas sociales y amparos. La violencia es un fenómeno frecuente entre mujeres solteras con enseñanza primaria incompleta, 24,6% de ellas sufrieron violencia f

  6. O livro "Direitos das mulheres e injustiça dos homens" de Nísia Floresta: literatura, mulheres e o Brasil do século XIX

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isabela Candeloro Campoi

    2011-12-01

    Full Text Available O livro Direitos das mulheres e injustiça dos homens foi publicado por Dionísia Gonçalves Pinto (1810-1885, mais conhecida como Nísia Floresta, em 1832. Tal obra foi considerada uma tradução livre de A Vindication of the rights of woman de Mary Wollstonecraft (1759-1797, autora inglesa que se tornou o principal nome em defesa dos direitos das mulheres no século XIX. No entanto, tratava-se da tradução de Woman not inferior to man de Mary Wortley Montagu (1689-1762. O artigo apresentado contextualiza o livro de Wollstonecraft no período, enfoca a trajetória da autora brasileira e a influência do Positivismo na sua obra, principalmente no que tange ao papel social das mulheres.

  7. Violência doméstica e institucional em serviços de saúde: experiências de mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Normélia Maria Freire Diniz

    2004-06-01

    Full Text Available Desenvolvido nas capitais Recife, Salvador e Aracaju, em três maternidades públicas, este estudo quantitativo objetivou identificar as manifestações da violência doméstica e institucional na mulher assistida em sub-programas do Programa de Assistência Integral à Saúde da Mulher. Para coleta dos dados, foi utilizado um formulário semi-estruturado. A amostra caracterizou-se por mulheres jovens, domésticas, dependentes economicamente dos companheiros. A maioria das mulheres vivencia a violência conjugal, sendo a dependência financeira o motivo mais mencionado para suportá-la. A falta de vagas caracterizou a violência institucional por omissão. A pesquisa demonstrou que a vivência destas violências traz problemas de saúde para as mulheres, ou os agrava.

  8. Mulheres internadas por agressão em um hospital de pronto socorro: (invisibilidade da violência Mujeres internadas por agresión en un hospital de emergencia: (invisibilidad de la violencia Women interned due to aggression at an emergency hospital: (invisibility of violence

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Michele Mazza Ilha

    2010-06-01

    Full Text Available Trata-se de um estudo do tipo transversal, com o objetivo de caracterizar a hospitalização de mulheres vítimas de agressão, no Hospital de Pronto Socorro de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, durante o ano de 2005. A coleta dos dados foi realizada nos prontuários de mulheres com idade a partir de 18 anos, vítimas de agressão. A análise foi descrita a partir da utilização do Software Epi-Info, com a categorização dos eventos, do cruzamento de variáveis descritivas e de índices frequenciais absolutos e relativos. No período do estudo, foram hospitalizadas 73 mulheres, vítimas de agressão; 49,3% na faixa etária de 18 a 29; 41,1% foram agredidas com arma de fogo e 37% com arma branca. Na maioria dos prontuários, os dados estavam incompletos e/ou faltavam registros, o que pode indicar que muitos casos de agressões não foram identificados durante o período da hospitalização e que o tratamento ficou restrito às lesões físicas.Se trata de un estudio transversal con el objetivo de caracterizar a la hospitalización de las mujeres víctimas de agresión en el Hospital de Pronto Socorro de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, en 2005. La recolección de los datos fue realizada en los prontuarios de mujeres con más de 18 años, víctimas de agresión. El análisis fue descrito, a partir de la utilización del Software Epi-Info, con la categorización de los eventos y cruzando variables descriptivas e índices frecuenciales absolutos y relativos. En el período del estudio, fueron hospitalizadas 73 mujeres, víctimas de agresión; 49,3% en la edad de 18 a 29; 41,1% fueron agredidas con arma de fuego y 37% con arma blanca. En la mayoría de los prontuarios, los datos estaban incompletos y/o faltaban registros, lo que puede indicar que muchos casos de agresiones no fueron identificados durante el período de la hospitalización y que el tratamiento quedó restricto a las lesiones físicas.It is a cross-sectional study with the

  9. Epidemiological and molecular characteristics of HIV-1 infection among female commercial sex workers, men who have sex with men and people living with AIDS in Paraguay Características epidemiológicas e moleculares da infecção por HIV-1 entre as mulheres que trabalham no comércio do sexo, entre homens que mantém relações sexuais com homens e nas pessoas convivendo com AIDS no Paraguai

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nicolas Aguayo

    2008-06-01

    Full Text Available An HIV seroprevalence and molecular study was conducted among 935 subjects: 723 female commercial sex workers, 92 men who have sex with men and 120 HIV-positive volunteers. The reported injection drug use rates were 0.7% in female commercial sex workers and 3% in men who have sex with men. Sexually transmitted infections were reported in 265 (37% of the female commercial sex workers and 38 (41% of the men who have sex with men. A total of 20 (2.8% female commercial sex workers and 12 (13% men who have sex with men became HIV infected during the study period. A history of sexually transmitted infection increased the risk of subsequent HIV infection twofold (adjusted odds ratio of 2.5 among the female commercial sex workers, while cocaine use had an adjusted odds ratios of 6.61 among men who have sex with men. From 130 samples, and based on heteroduplex mobility assaying for the env gene, with sequencing of part of pol and/or full genomes, subtype B was the predominant subtype identified (66%; followed by subtype F (22% and subtype C (4%. Recombinant CRF12-BF strains were identified in 6% and CRF17_BF was identified in 2%.Um estudo de soroprevalência e de avaliação molecular do HIV foi realizado com 935 indivíduos: 723 mulheres que trabalhavam no comércio do sexo, 92 homens que mantinham relações sexuais com outros homens e com 120 voluntários HIV-positivos. O relato de uso de drogas injetáveis foi de 0,7% nas mulheres que trabalhavam no comércio do sexo e de 3% nos homens que mantinham relações sexuais com outros homens. Infecções sexualmente transmitidas foram relatadas por 265 (37% das mulheres que trabalhavam no comércio do sexo e em 38 (41% dos homens que mantinham relações sexuais com homens. Um total de 20 (2,8% mulheres que trabalhavam no comércio do sexo e 12 (13% homens que mantinham relações sexuais com homens se infectou com HIV durante o período do estudo. História prévia de infecção sexualmente transmitida

  10. Mulheres na liderança: discurso, ideologia e poder

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vicentina Ramires

    2017-11-01

    Full Text Available Dominação, força e autoridade são conceitos ainda circunscritos ao universo masculino, e isso pode ser constatado principalmente nas relações de trabalho, mesmo naquelas em que as mulheres exerçam funções de liderança. Esse quadro também se materializa na academia, onde os sujeitos estão, hipoteticamente, mais atentos às diferentes posições ideológicas e às formas como se manifestam, e, por conseguinte, mais ou menos a elas refratários. O objetivo geral deste estudo é demonstrar como hierarquias de poder no mundo do trabalho baseadas em diferenças de sexo são ideologicamente construídas, de maneira a reforçarem as formas dicotômicas de relações de gêneros e como as próprias mulheres, atuando em culturas androcêntricas, podem contribuir para perpetuar atitudes sexistas. Com base nos Estudos Críticos de Discursos, procuramos: a identificar os discursos que corroboram para construir ou desconstruir modelos de dominação nas relações de gênero; b observar em que formações discursivas esses modelos se impõem e c identificar em que medida procedimentos de discriminação são veiculados nos discursos proferidos pelas mulheres. Este estudo foi desenvolvido em duas instituições de ensino superior, analisando entrevistas e respostas aos questionários dirigidos a mulheres que ocupam posições de liderança. Observamos que, ao mesmo tempo que muitas mulheres reforçam a assimetria de gêneros existente entre posições de poder na sociedade, ao repetirem/confirmarem discursos, outras vão tomando consciência de seu espaço na sociedade e agem criticamente em defesa de direitos iguais entre homens e mulheres.

  11. Representações da prematuridade por mulheres usuárias do serviço público de saúde Representations of prematurity on female users of public health services

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Magda Dimenstein

    2000-01-01

    Full Text Available Trata-se de um relato de uma experiência profissional ocorrida no serviço de obstetrícia e ginecologia de uma maternidade pública do Rio de Janeiro. Objetiva-se elucidar os significados da prematuridade construídos por mães de bebês nascidos prematuramente e internados em berçários de alto e médio riscos. Os dados aqui discutidos foram obtidos através de diferentes procedimentos: observação participante na enfermaria e berçários; entrevista semi-estruturada com as mães; grupo de discussão realizado semanalmente com usuárias e equipe de saúde, atendimento individual com as mães e familiares dos bebês. Em linhas gerais, pode-se dizer que nesse contexto específico, são muito freqüentes entraves na comunicação entre a equipe profissional, mães e familiares, devido aos diferentes estilos discursivos, bem como à diversidade de crenças e valores em relação à prematuridade. Esse quadro deriva para uma baixa contratualidade e adesão das mães ao tratamento e prescrições médicas, o que tem implicações sérias no que diz respeito aos cuidados com os bebês. O psicólogo, como parte da equipe de saúde, pode desempenhar uma função importante enquanto mediador e potencializador de relações mais humanizadas dentro dos serviços de saúde, impactando na qualidade da atenção prestada.This is a report on a professional experience in obstetrics and gynecological services at a public maternity in Rio de Janeiro. The purpose is to elucidate the meanings of prematurity from the point of view of mothers of babies prematurely born and interned on high and medium risk nurseries. Data here discussed have obtained through different procedures: participative observation in infirmary and nursery services; half-structured interviews with mothers; weekly discussion groups with users and health team, individual attendance on mothers and babies’ relatives. In general, we can say that, within this specific context, there are

  12. Health and poverty: health management by the woman Salud y pobreza: el control de la salud por la mujer Saúde e pobreza: o controle da saúde pela mulher

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria de la Luz Alvarez

    1992-04-01

    Full Text Available The goal this follow-up study was to relate the mother's marital satisfaction to family health status in a low SES. The random sample was made up of 30 families with children under 7 years old: 15 considered as sick (Group A and 15 as healthy (Group B. Both group had similar demographic characteristics (age of father and mother, persons per family group and age of children and SES. Results showed that mothers were those mainly in charge of their family groups. Mothers of Group A were significantly less understanding and more dissatisfied than those of Group B ( p El objetivo de este estudio de seguimiento fue relacionar la satisfacción de la madre en su vida marital con el estado de salud de su familia en el nivel socioeconómico (NSE bajo. La muestra estuvo formada por 30 familias con niños menores de 7 años: 15 consideradas "enfermas" (Grupo A y 15 "sanas" (Grupo B. Ambos grupos eran similares en sus características demográficas (edad del padre y de la madre, nº de personas en el grupo familiar y edad de los hijos y NSE. Los resultados mostraron que las madres eran principalmente las encargadas de la salud familiar. Las madres del Grupo A eran significativamente menos comprendidas y más insatisfechas que aquellas del Grupo B (p Foi realizado estudo prospectivo relacionando a satisfação da mãe com sua vida marital e o estado de saúde da família de nível socioeconômico baixo. A amostra estudada consistiu de 30 famílias com crianças menores de 7 anos: 15 consideradas "doentes" (grupo A e 15 "sãs" (grupo B. Os dois grupos não diferiram em relação à idade dos pais, número de pessoas na família, idade das crianças e nível socioeconômico. Os resultados mostraram que as mães eram responsáveis pela saúde da família. As do grupo A eram significativamente menos compreendidas e eram menos satisfeitas que as do grupo B (p < 0,05 e p < 0,01. As mães do grupo A brigavam mais com seus parceiros (p < 0,006 do que as do grupo B

  13. SEXUALIDADE E SAÚDE NA PERCEPÇÃO DO MOVIMENTO DE MULHERES CAMPONESAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isaura Isabel Conte

    2015-10-01

    Full Text Available Este texto aborda a concepção de sexualidade e saúde na perspectiva de mulheres do Movimento de Mulheres Camponesas (MMC. Para tanto, considera-se fundamentalmente a inserção das militantes em processos formativos, seus aprendizados e experiências coletivas nas lutas que desencadeiam e sustentam numa organização camponesa e feminista. A pesquisa foi realizada no convívio com mulheres camponesas há mais de dez anos no Estado do Rio Grande do Sul, com base em observação participante e pesquisa documental. Destaca-se, como relevante, que as mulheres camponesas estão modificando modos de pensar sobre si mesmas, seus corpos e sua sexualidade, rompendo estereótipos seja com relação ao corpo de mulher da roça, seja com relação aos atuais padrões de corpo feminino. Assumem a luta por saúde pública com protagonismo entendendo que, mais que um corpo, são corpos pensantes capazes de questionar a sociedade que lhes impõe o consumismo e, por outro lado, propõem mudanças.

  14. Estudo compreensivo sobre suicídio de mulheres idosas de sete cidades brasileiras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Cecília de Souza Minayo

    2013-12-01

    Full Text Available Parte-se de uma pesquisa multicêntrica realizada no Brasil, em que se analisam 51 casos de suicídio de idosos (de 40 homens e 11 mulheres mediante autópsias psicossociais. Aprofunda-se o estudo dos 11 casos relativos às mulheres. A interpretação dos dados empíricos se fundamenta em autores clássicos e em recente literatura nacional e internacional sobre o fenômeno. Motivos que levam as mulheres ao suicídio são, em parte, diferentes dos homens. Como eles, as mulheres morrem preferencialmente por enforcamento e frequentemente seu suicídio associa-se a doenças degenerativas e comorbidades. As diferenças principais se devem a questões culturais de gênero. Os resultados convergem em grande parte com a literatura e revelam que, no Brasil, os fatores principais associados ao suicídio feminino são: violência de gênero e intrafamiliar, sofrimento por perdas de pessoas referenciais e da função tradicional como esposa e mãe, e depressão. Recomenda-se maior atenção ao efeito cumulativo de agravos no envelhecimento das mulheres, sobretudo os vinculados às especificidades de gênero.

  15. "Chegou a hora de darmos a luz a nós mesmas": Situando-nos enquanto mulheres e negras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Petronilha Beatriz Gonçalves e Silva

    Full Text Available O artigo, ao analisar manifestações de mulheres negras, busca entender como se constituem cidadãs numa sociedade que discrimina seu grupo e etnia. À indagação sobre o que significa ser mulher e negra, formulada a mulheres militantes do Movimento Negro nos estados do sul do país, mostrou que o configurar-se como mulheres negras implica enfrentar atitudes e posturas discriminatórias, além de exigir combatividade, introspecção, auto-imagem positiva, crítica a relações sociais e propostas para transformá-las. Buscando elucidar sua presença na sociedade, o estudo mostra que lutam para superar a invisibilidade conferida aos descendentes de africanos, bem como para ter suas necessidades atendidas por políticas públicas que resolvam os problemas que os afligem e suprimam as opressões que lhes são impingidas. Assim, lutam por justiça para todos que são marginalizados pela sociedade. O artigo conclui com a afirmativa de que as fontes mais genuínas de conhecimento sobre as mulheres negras são elas mesmas, sendo necessário que estudos que as tomem por temática, considerem seus pontos de vista de mulheres e negras.

  16. Near miss e mulheres negras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alaerte Leandro Martins

    Full Text Available Resumo Introdução: A mortalidade materna apresenta grande diferença entre os países desenvolvidos e em desenvolvimento e espelha a qualidade da assistência prestada à saúde da mulher. Para evidenciar melhor essa assistência, novos métodos de estudo vêm sendo utilizados, entre eles a investigação das morbidades maternas graves - near misses. Objetivo: Analisar os fatores de risco para ocorrência de near miss nas diferentes raças/cores das mulheres residentes em três municípios da Região Metropolitana de Curitiba. Método: Estudo descritivo. Resultados: Na análise multivariada, identificou-se ser as variáveis idade (p=0,0321 com OR 3,08 e IC 95% 1,10-8,65, doenças associadas (p=0,0018 com OR 4,06 e IC 95% 1,61-10,24 e causa de internação (p=<0,0001 com OR 8,75 e IC 95% 3,36-22,75 os fatores de risco para near miss; o OR foi estimado com base no modelo multivariado. Já a variável cor não foi identificada como sendo fator de risco para near miss (p=0,8964 na presença das demais variáveis. Conclusões: Evidenciou-se, no estudo, a necessidade de aprofundar a análise em pesquisas sobre ocorrência de near miss e cor da variável idade e outras causas de internação para mulheres brancas, e a paridade/número de gestações e presença de doenças crônicas ou associadas para as mulheres negras, assim como a instituição de outros parâmetros de análise como as transferências e reinternações.

  17. Mortalidade por câncer do colo do útero: características sociodemográficas das mulheres residentes na cidade de Recife, Pernambuco Uterus cervix cancer mortality: socio-demographic characteristics of women living in the city of Recife, Pernambuco, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vilma Guimarães de Mendonça

    2008-05-01

    Full Text Available OBJETIVO: descrever as características sociodemográficas dos óbitos por câncer do colo uterino em residentes de Recife, Pernambuco, ocorridos entre 2000 e 2004. MÉTODOS: realizou-se um estudo transversal, populacional, com a inclusão de 323 óbitos por câncer do colo uterino, dos quais 261 encontravam-se registrados no Sistema de Informação sobre Mortalidade e 62 foram identificados após investigação das mortes por câncer em porção não especificada do útero. Obteve-se a mortalidade proporcional para todas as variáveis e foram calculadas medidas estatísticas de tendência central e dispersão para a idade. Quanto ao local de residência e faixa etária, realizou-se o teste do χ2 e obteve-se o coeficiente de mortalidade. RESULTADOS: houve predomínio de óbitos em mulheres com idade inferior a 60 anos (54,7%, negras (60,5%, sem companheiro (67,7%, donas de casa (71,2% e residentes em bairros com baixa condição de vida (53,3%. A maioria das mortes foi hospitalar (85,1%, das quais 90,2% ocorreram na rede do Sistema Único de Saúde (SUS. O coeficiente de mortalidade variou de 0,3 (na faixa etária inferior a 30 anos a 54,9/100.00 (em maiores de 80 anos. Comparando-se os óbitos por faixa etária e distrito sanitário com as características da população feminina residente na cidade, evidenciaram-se diferenças estatisticamente significantes (pPURPOSE: to describe the socio-demographic characteristics of deaths caused by uterine cervix cancer in women living in Recife, Pernambuco, Brazil, from 2000 to 2004. METHODS: a transversal populational study, including 323 deaths by uterine cervix cancer, among which 261 were recorded in the Information System about Mortality and 62 were identified after investigation on deaths by cancer at non-specified sites of the uterus. Mortality rate for all the variables was obtained and statistics for central tendency and variance were calculated. The χ2 test was performed to obtain the

  18. Mulher acometida pelo papilomavírus humano e repercussões na família La mujere afectada por el virus del papiloma humano y las repercusiones para la familia Attacked woman by human papillomavirus and repercussions in the family

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mirella Teixeira Joca

    2009-09-01

    Full Text Available O objetivo foi avaliar a estrutura, o desenvolvimento e o funcionamento da família composta por mulher acometida pelo Papilomavírus Humano, com base no Modelo Calgary. Foi realizado um estudo de caso no domicílio da participante por meio de entrevista semiestruturada com o casal, genograma e ecomapa da família. Em exame ginecológico, foram diagnosticadas na participante do estudo uma verruga externa e uma pequena lesão na junção escamocolunar do colo uterino. A esposa compartilhou o caso com o marido, culpando-o, mas posteriormente conseguiu conscientizá-lo da importância dos hábitos sexuais seguros. O casal conseguiu superar a fase crítica vivenciada, deixando como repercussão a mudança de hábitos e maior afeição familiar. Com relação ao tema estudado, verifica-se que muitas pessoas ainda o desconhecem, ficando a cargo dos profissionais de saúde difundirem o assunto. Assim como também promover a educação em saúde para que as pessoas reflitam a respeito da importância de utilizar o preservativo.El objetivo fue evaluar la estructura, el desarrollo y el funcionamiento de la familia compuesta por mujeres afectadas por el vírus del papiloma humano, con base en el Modelo Calgary. Se realizó un estudio de caso en el domicilio de las participantes a través de una entrevista semiestructurada con la pareja, genograma y ecomapa de la familia. Durante el examen ginecológico realizado en una participante del estudio, fue diagnosticado una verruga externa y una pequeña lesión en la unión escamo-colunar del cuello uterino. La esposa atribuyó la culpa al marido, pero después consiguió concientizarlo de la importancia de los hábitos sexuales seguros. La pareja superó la fase crítica, cambiando los hábitos y viviendo en un entorno familiar más afectuoso. . Con respecto al tema estudiado, parece que mucha gente todavía desconoce el tema, se verifica que muchas personas lo desconocen todavía; por lo que son los

  19. Recommendations for folate intake in women: implications for public health strategies Recomendações para ingestão de folato por mulheres: implicações para as estratégias de saúde pública

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lana Carneiro Almeida

    2010-11-01

    Full Text Available Folate deficiency has been associated with anemia and other adverse outcomes in pregnancy such as neural tube defects. The current recommendations for prevention of such outcomes are difficult to achieve through diet only, and folic acid supplementation and food fortification are feasible public health strategies. However, it is necessary to determine the usual diet and supplement use among women of reproductive age, including an accurate assessment of other dietary micronutrients. In addition to the beneficial effects observed in randomized clinical trials, health risks to the population have also been widely evaluated and discussed in the scientific community: for a minority to benefit from fortification programs, many are exposed to high folic acid intake levels.A deficiência de ácido fólico tem sido associada ao risco de anemia e outros desfechos adversos na gravidez, como os defeitos no tubo neural. As recomendações atuais para prevenção de tais agravos são consideradas difíceis de se alcançar apenas por meio da dieta, e a suplementação com ácido fólico e a adição dessa vitamina a alimentos sob a forma de fortificação representam esforços centrais no controle da sua deficiência. É necessário, porém, conhecer as características da dieta habitual e o uso de suplementos entre mulheres em idade reprodutiva, com avaliação adequada de outros nutrientes da dieta. Ao lado dos efeitos benéficos observados em ensaios clínicos aleatórios controlados, riscos à saúde da população têm sido avaliados e largamente discutidos no meio científico: para que uma fração seja beneficiada pela fortificação, centenas de pessoas são expostas a quantidades de ácido fólico talvez elevadas e provavelmente incomuns, em quantidade e apresentação química, ao organismo humano.

  20. Mortalidade de mulheres em idade fértil no município de São Paulo (Brasil, 1986: II-Mortes por causas maternas Mortality in women of reproductive age in S. Paulo City (Brazil, 1986: II - Deaths by maternal causes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ruy Laurenti

    1990-12-01

    Full Text Available Dando seqüência ao projeto de investigação de fidedignidade da certificação da causa básica de morte de mulheres em idade fértil (10-49 anos residentes no Município de São Paulo, em 1986, foram comparados os atestados de óbito "originais" com os "refeitos" com base em informações adicionais. O coeficiente de mortalidade materna elevou-se de 44,5 por 100.000 nascidos vivos (n.v. para 99,6 por 100.000 n.v., alto valor quando comparado com o de outros locais. Comparando-se estes dados com outros anteriores que usaram a mesma metodologia, notou-se que a mortalidade ascendeu no período de 1962/4 a 1974/5, para decrescer em 1986. As principais causas de morte materna foram: hipertensão complicando a gravidez, outras afecções da mãe que complicam a gravidez e complicações do puerpério. Discutem-se ainda a necessidade de ampliação do período de 42 dias da definição de mortes maternas e a relação existente entre condições vistas como não-maternas (câncer, violências e o ciclo gravídico-puerperal.In continuation to the research project on the accuracy of the certification of the underlying causes of death in women of child-bearing age (10-49, resident in the Municipality of S. Paulo, Brazil, in 1986, "original" death certificates were compared with "revised" death certificates (including additional information. The maternal mortality rate rose from 44.5 per 100,000 live births (l.b. to 99.6 per 100,000 l.b., a high rate when compared with that of other places. When these data were compared with those of previous, similar investigations in the same city, the maternal mortality rate rose in the period 1962/4 through 1972/4 and fell in 1986. The main causes of death were: hypertension complicating pregnancy, other conditions of the mother which complicated pregnancy and puerperal complications. The need to extend the 42-day period related to the concept of maternal death, as well as the relationship between the non

  1. MARIA, MODELO DE LIBERTAÇÃO DA MULHER?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Inger Hjuler Bergeon

    1986-01-01

    Full Text Available Para responder à questão de saber como uma mulher protestante, vivendo num país industrializado como a Dinamarca, vê a Teologia da Libertação da América Latina, basear-me-ei sobre experiências concretas da vida dos pobres e sobre estudos teóricos da Teologia da Libertação. Os dois modos de aproximação estão unidos de maneira indissolúvel. Desde 1976, trabalhei com os "trapeiros de Emaús" (movimento fundado por Abbé Pierre, na França e na Dinamarca. Foi o que me abriu os olhos, por um lado para a situação dos marginalizados nos países da Europa Ocidental, e por outro para as relações entre países ricos e países pobres.

  2. Prevalência e características de mulheres com aborto provocado - Favela México 70, São Vicente - São Paulo

    OpenAIRE

    Santos,Tássia Ferreira; Andreoni,Solange; Silva,Rebeca de Souza e

    2012-01-01

    No Brasil, o aborto está entre as principais causas de mortalidade materna. Pesquisas mostram que o aborto é praticado clandestinamente por mulheres de todas as classes sociais; no entanto, tem consequências desiguais, dependendo da inserção social, produzindo riscos à vida de mulheres pobres. Embora o tema venha sendo amplamente explorado nos últimos 20 anos, observou-se escassez de dados sobre mulheres de baixa renda. Desta forma, o presente estudo tem por objetivo estimar a prevalência de ...

  3. Quotidiano de mulheres do seminário nordestino que sofreram abuso sexual no contexto familia

    OpenAIRE

    Lira, Margaret Olinda de Souza Carvalho e

    2015-01-01

    O abuso sexual contra crianças e adolescentes é um problema complexo que transgride regras morais e legais. Trata-se de uma vivência traumática que afeta o desenvolvimento emocional e traz implicações que se prolongam por toda a existência. O objeto deste estudo foi a compreensão de vivências cotidianas de abuso sexual intrafamiliar na infância e /ou adolescência de mulheres. Seu objetivo foi compreender o quotidiano de mulheres que vivenciaram o abuso sexual na infância ou adolescência no co...

  4. Quotidiano de mulheres do seminário nordestino que sofreram abuso sexual no contexto familiar

    OpenAIRE

    Lira, Margaret Olinda de Souza Carvalho e

    2015-01-01

    O abuso sexual contra crianças e adolescentes é um problema complexo que transgride regras morais e legais. Trata-se de uma vivência traumática que afeta o desenvolvimento emocional e traz implicações que se prolongam por toda a existência. O objeto deste estudo foi a compreensão de vivências cotidianas de abuso sexual intrafamiliar na infância e /ou adolescência de mulheres. Seu objetivo foi compreender o quotidiano de mulheres que vivenciaram o abuso sexual na infância ou adolescência no co...

  5. Fatores de risco para o câncer de colo do útero em mulheres reclusas

    OpenAIRE

    Anjos, Saiwori de Jesus Silva Bezerra dos; Ribeiro, Samila Gomes; Lessa, Paula Renata Amorim; Nicolau, Ana Izabel Oliveira; Vasconcelos, Camila Teixeira Moreira; Pinheiro, Ana Karina Bezerra

    2013-01-01

    Objetivou-se identificar os fatores de risco para o desenvolvimento do câncer de colo uterino em mulheres reclusas. Estudo descritivo, de corte transversal, realizado em um instituto penal feminino cearense. A seleção da amostra do estudo ocorreu de acordo com a disponibilidade de presidiárias no momento da coleta, totalizando 36 reclusas. Referente aos riscos para o câncer cervical, 16 mulheres (44,5%) eram tabagistas, 24 (70,5%) já fizeram uso do contraceptivo oral por um tempo médio de 46 ...

  6. A roda das Donas: a mulher negra no candomblé

    OpenAIRE

    Vanessa Soares da Silva

    2010-01-01

    O presente estudo teve como objetivo geral apresentar a vivência e a experiência das mulheres negras do candomblé, no intuito de promover uma pesquisa que contemplasse a cultura, as questões do gênero feminino e a negritude no Brasil. Para tanto, trouxemos para o interior desta pesquisa o cotidiano de um grupo de mulheres que vivenciam uma determinada religiosidade e que por ela (re) significam seus papéis sociais inspiradas pelos mitos femininos da cultura iorubá. Valendo ainda destacar que ...

  7. Avaliação da aplicação do Metodo Mulligan e massoterapia classica nas disfunções da articulação temporomandibular em mulheres adultas por meio da escala visual-numerica de dor e pelo SF-36

    OpenAIRE

    Renata Cristina Di Grazia

    2009-01-01

    Resumo: O presente estudo teve como objetivo analisar e verificar os efeitos do programa de terapia manual (Método Mulligan associado à massagem clássica) nas queixas de dor e na qualidade de vida de mulheres adultas com disfunção da articulação temporomandibular (DTM). Participaram da pesquisa 29 mulheres, com idades entre 28 e 59 anos (média de idade de 47,41 (dp±6,71) anos), encaminhadas pelo serviço odontológico do Centro de saúde da Comunidade da Unicamp (CECOM). Todas as voluntárias apr...

  8. Chica que manda ou a Mulher que inventou o mar?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Conceição Evaristo

    2013-09-01

    Full Text Available Percorrendo os registros da história oficial brasileira, observa-se a ausência de relatos que destaquem a atuação das mulheres negras em vários episódios de nossa história nacional. Caso singular é o de Francisca da Silva de Oliveira que, ao atingir o status de “objeto histórico”, se torna, entretanto, vítima de uma narrativa profundamente estereotipada. Os primeiros relatos históricos sobre Chica da Silva, determinados sempre por uma ótica masculina e branca, aparecem reeditados pelas produções literárias, cinematográfica e televisiva que, ao longo do tempo, vão surgindo sobre essa personagem negra, que marcou a história de Minas Gerais e do Brasil Colônia.  O presente ensaio traz algumas considerações em torno da criação e da recriação da imagem de Chica da Silva tendo por base textos históricos e literários. Pode-se afirmar que há certa coerência entre a representação histórica e a literária. Em ambas as modalidades, na maioria das vezes, impera um imaginário em que a mulher negra seria sedutora somente pelos seus dotes físicos sexuais. E para cotejar com as diversas versões criadas sobre Chica da Silva, trouxe para leitura o texto ficcional afro-brasileiro, Chica da Silva - a mulher que inventou o mar, de autoria de Lia Viera, buscando apreender distanciamentos e/ou aproximações da criação afro-brasileira com as narrativas anteriores a respeito de Francisca da Silva de Oliveira.

  9. Conflitos armados e a agenda internacional: a questão da mulher

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Iazana Matuella

    2017-10-01

    Full Text Available A violência contra a mulher é um debate antigo e possui reivindicações de mulheres, de forma organizada, há mais de um século. Porém, sua introdução como importante tema na agenda internacional foi recente e dependeu de um grande esforço de grupos de mulheres. Assim, esse artigo pretende analisar como os movimentos de mulheres, desde 1945, com a criação da Organização das Nações Unidas, influenciaram a incorporação da problemática da violência contra a mulher, principalmente em períodos de conflitos armados, pelo sistema internacional de proteção da pessoa humana, bem como a observância dessas diretrizes pelos Estados e Organizações Internacionais. O argumento aqui apresentado é que apenas a partir da década de 1990, com as Transnational Advocacy Networks (TANs efetivadas e pela consideração dos Direitos das Mulheres como um Direito Humano fundamental, foi que a temática recebeu a valoração que merecia na agenda internacional. Esse impacto escoou também para o âmbito dos conflitos armados, onde as mulheres são as mais impactadas e vulnerabilizadas. Portanto, diversas normas foram criadas a fim de eliminar a violência de gênero, e conclui-se que a principal falha se mantém na inobservância dessas diretrizes, tanto a nível estatal como internacional.

  10. A DUPLA JORNADA DE MULHERES INSERIDAS NO MERCADO DE TRABALHO TURÍSTICO EM ARACAJU-SE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carla Francyele dos Santos Araujo

    2015-08-01

    Full Text Available Essa pesquisa está inserida nas reflexões sobre igualdade de gênero, partindo do seguinte problema: como a mulher inserida no mercado de trabalho turístico de Aracaju-SE concilia trabalho e família? Portanto, tem como objetivo geral: analisar a dupla jornada da mulher inserida no mercado de trabalho turístico na capital sergipana. Seusobjetivos específicosforam: Perceber como se configuram os papéis de gênero na sociedade em relação a participação do homem na família e sua aceitação sobre o trabalho remunerado da mulher; Identificar as conquistas e os anseios das mulheres que vivem a dupla jornada no mercado de trabalho turístico de Aracaju. O método utilizado para a coleta dos dados foi a História de Vida e a técnica de pesquisa foi a entrevista dialógica. Os resultados apontaram que os homens estão mais abertos a ajudar a suas mulheres com as tarefas de casa, porém ainda não é uma partilha igualitária e, ainda, o cuidado e a orientação dos filhos continua sendo um dever relacionado às mães. O homem também evoluiu em relação a sua opinião sobre o trabalho da mulher, mas ainda não concorda que a mulher viaje a trabalho, o que prejudica a mulher no setor turístico. Conclui-se que as mulheres avançaram muito, pois hoje em dia as mulheres estão inseridas em cargos mais valorizados. Com o passar do tempo, devido às lutas feministas, as mulheres vêm conquistando espaços que antes eram ocupados apenas por homens. Porém, ainda é preciso desconstruir valores patriarcais que rondam os papéis sociais de gênero. 

  11. A mulher junto às criminologias: de degenerada à vítima, sempre sob controle sociopenal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simone Martins

    2009-04-01

    Full Text Available Este artigo apresenta figuras referentes à mulher junto às criminologias, bem como discute suas repercussões no código penal brasileiro. É identificada na criminologia positivista a figura da criminosa nata relacionada à prostituição, à mulher masculinizada e à atávica; bem como da vítima, seja ela criminosa por dependência do homem, seja pela necessidade de proteção do Estado. Estas figuras têm em comum o fato de servirem ao controle social da mulher. Em oposição, na criminologia feminista se verifica a figura da mulher emancipada, que não busca no direito penal a solução de conflitos que são de ordem social, econômica e política.

  12. Revisitando os Estudos de Gênero: Mulheres Negras e o Pensamento Científico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nathália Dothling Reis

    2017-12-01

    Full Text Available Sabemos que o feminismo foi importante na crítica à suposta objetividade da ciência. Em trabalhos como os de Donna Haraway percebemos que por trás da neutralidade científica esconde-se o Homem. Mas se nos atentamos para as experiências de mulheres negras e críticas de intelectuais negras e descoloniais, vamos ainda mais longe. Através de autoras negras e descoloniais - como Lélia Gonzalez, bell hooks, Maria Lugones, Yuderkis Miñoso - trato de mostrar como o próprio feminismo e a categoria gênero têm apagado as experiências de mulheres “outras”; das mulheres não brancas.

  13. Mulheres idosas: desvelando suas vivências e necessidades de cuidado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Miriam Aparecida Barbosa Merighi

    2013-04-01

    Full Text Available Estudo qualitativo com abordagem da fenomenologia social que objetivou a compreensão da vivência da mulher idosa, suas necessidades de cuidado e expectativas nesse período da vida. Participaram nove mulheres, cujos depoimentos foram obtidos de fevereiro a maio de 2011, por meio de entrevista semiestruturada. A mulher idosa refere limitações de ordem física, mental e social, e valoriza a preservação de sua autonomia nas atividades diárias e no cuidado consigo mesma. Refere a família como suporte fundamental e tem expectativas e necessidades de se manter saudável, da busca pelo lazer e de ter melhor acesso aos serviços de saúde para receber informações e atendimento qualificado. Nessa fase, a ausência de perspectivas relaciona-se à perda de pessoas significativas e da saúde. Este estudo revelou facetas da vivência da mulher idosa, suscitando novas investigações e a adequação do ensino, prática e gestão às reais necessidades dessa mulher.

  14. Violência doméstica contra a mulher: percepções sobre violência em mulheres agredidas

    OpenAIRE

    Thaísa Belloube Borin

    2008-01-01

    A violência doméstica contra a mulher é um fenômeno mundial que não se restringe a determinada raça, classe econômica, idade ou religião. As agressões são divididas em variados tipos como: psicológicas, físicas e sexuais, porém, no relacionamento abusivo, elas acontecem de forma sobreposta. Este estudou objetivou investigar as percepções de violência em mulheres agredidas por seus parceiros, como elas justificam a violência sofrida e quais são os efeitos disso na sua vida. Suas percepções sob...

  15. A MULHER NA POLÍTICA: UM ESTUDO SOBRE A PARTICIPAÇÃO DA MULHER NAS ELEIÇÕES DE 2014

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiano Miranda Nogueira

    2016-04-01

    Full Text Available O tema desse artigo é apresentar os resultados da pesquisa sobre a origem do não cumprimento da lei de cotas de gênero nas eleições e a sub-representação da mulher nos poderes Legislativo e Executivo. Seu objetivo é mostrar que ao longo dos dezenove anos, a lei de cotas de gênero pouco alterou a representação da mulher na política, por isso entendemos que as leis por si só são ineficazes. Os recursos metodológicos utilizados (qualitativos e quantitativos nos forneceram dados importantes para algumas conclusões: a representação política da mulher é desvalorizada e desestimulada; há pouca compreensão política da lei de Cotas pelos partidos; a força do machismo dentro dos partidos, incluído os de esquerda, é muito forte; não há uma fiscalização mais atuante que faça uso de penalizações mais severas contra os partidos que burlam a lei de Cota; muitas mulheres são estimuladas a serem “laranjas” dos partidos. Essas primeiras conclusões nos certificaram que é preciso, além da lei de cotas, mobilizar a sociedade e debater sobre o papel da mulher na vida pública, para que a esfera política não continue dominada pela representação masculina e machista. 

  16. Silenciadas: abordagem de notícias sobre mulheres assassinadas no Tocantins

    OpenAIRE

    Miranda, Cynthia Mara; Veloso dos Santos, Cleide das Graças; Anjos, Ana Carolina Costa dos

    2017-01-01

    O artigo verifica o uso do termo feminicídio na cobertura jornalística de homicídios de mulheres, praticados por seus companheiros ou ex-companheiros, por razões da condição do sexo feminino, quando o crime envolve violência doméstica e familiar, bem como o menosprezo ou discriminação à condição de mulher. A amostra é composta por oito matérias veiculadas na versão online do Jornal do Tocantins, especificamente no ano de 2016. Metodologicamente faz uso da Análise de Conteúdo. A pesquisa busca...

  17. Um encontro de mulheres: dar à luz

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maysa Luduvice Gomes

    1998-09-01

    Full Text Available Este trabalho analisa a relação que se estabelece entre a mulher durante o processo de parturição e a enfermeira obstetra, mulher e agente institucional. Discute-se como a experência de submissão é vivenciada pela mulher, sujeito de um processo anátomo-fisiológico, e a forma pela qual se expressa o exercício do poder e dominação da instituição que a enfermeira representa sobre a mulher usuária. Expõe-se a submissão da mulher ao serviço e sua expectativa com relação ao momento do parto, ao medo da dor e aos maus tratos. Analisa-se o poder sutil e educado exercido pela enfermeira sobre a parturiente, mostrando também que é uma mulher que cuida de outra, expressando sua subjetividade, a qual é sufocada pelo padrão da racionalidade científica moderna. A abordagem foi qualitativa e os dados, coletados através da observação participante em entrevista semi-estruturada, foram analisados dialeticamente.

  18. ESTUDO DO EMPODERAMENTO NA PERSPECTIVA DAS MULHERES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karoline Brasil de Oliveira

    2015-12-01

    Full Text Available Este trabalho objetivou conhecer como as mulheres que ocupam cargos de liderança, utilizam o empoderamento no exercício profissional em uma instituição de ensino e tecnologia em Criciúma, Santa Catarina, Brasil. Na revisão da literatura foram contextualizados a mulher e sua inserção no mercado de trabalho, em busca de uma concepção de empoderamento e as dimensões do empoderamento da mulher no mercado de trabalho. A metodologia utilizada teve caráter descritivo e qualitativo. O instrumento de coleta de dados consistiu num roteiro com 16 questões que abordaram o bem-estar e sucesso profissional, o reconhecimento familiar, o processo de ascensão profissional e a participação das mulheres nos processos decisórios organizacionais. A pesquisa foi realizada com 10 mulheres que ocupavam cargos de chefia em diferentes setores da instituição em análise. Os resultados obtidos na pesquisa revelaram que as entrevistadas já demonstram expressões de empoderamento em seus cotidianos e a mulher se apresenta mais confiante e preparada para participar das tomadas de decisões em níveis hierárquicos maiores, além de interferir no próprio meio.

  19. Mulheres HIV positivas, reprodução e sexualidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Naila JS Santos

    2002-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estudar questões relativas à sexualidade e à saúde reprodutiva de mulheres HIV-positivas, seu acesso às práticas de prevenção, sua aderência a tratamentos e a possibilidade de fazerem opções conscientes quanto à gravidez. MÉTODOS: Estudo exploratório realizado, em 1997, em um ambulatório de um centro de referência na área de doenças sexualmente transmissíveis e Aids localizado na cidade de São Paulo, Brasil. Foi estudada uma amostra consecutiva, não-probabilística, constituída de 148 mulheres HIV-positivas. Foram excluídas as menores de 18 anos e as fisicamente debilitadas. Os dados foram colhidos por meio de entrevistas estruturadas. Foram aplicados os testes de chi² e t-Student. RESULTADOS: A média de idade das mulheres pesquisadas foi de 32 anos, sendo que 92 (62,2% tinham até o primeiro grau de escolaridade, e 12,2% chegaram a cursar uma faculdade. A mediana do número de parceiros na vida foi quatro, e metade das entrevistadas manteve vida sexual ativa após infecção pelo HIV. Do total das mulheres, 76% tinham filhos, e 21% ainda pensavam em tê-los. Um maior número de filhos, maior número de filhos vivos e de filhos que moravam com as mães foram os fatores mais indicados como interferência negativa na intenção de ter filhos. Não foi encontrada associação entre pensar em ter filhos com as variáveis como percepção de risco, situação sorológica do parceiro, uso de contraceptivos e outras. Os métodos contraceptivos mudaram, sensivelmente, na vigência da infecção pelo HIV. CONCLUSÕES: A intenção de ter filhos não se alterou substancialmente nas mulheres em conseqüência da infecção pelo HIV. Mulheres HIV-positivas precisam ter seus direitos reprodutivos e sexuais discutidos e respeitados em todos os serviços de atenção à saúde. A adesão ao medicamento e ao sexo seguro são importantes, mas difíceis, requerendo aconselhamento e apoio. São necessários serviços que promovam

  20. Mulheres HIV positivas, reprodução e sexualidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Santos Naila JS

    2002-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estudar questões relativas à sexualidade e à saúde reprodutiva de mulheres HIV-positivas, seu acesso às práticas de prevenção, sua aderência a tratamentos e a possibilidade de fazerem opções conscientes quanto à gravidez. MÉTODOS: Estudo exploratório realizado, em 1997, em um ambulatório de um centro de referência na área de doenças sexualmente transmissíveis e Aids localizado na cidade de São Paulo, Brasil. Foi estudada uma amostra consecutiva, não-probabilística, constituída de 148 mulheres HIV-positivas. Foram excluídas as menores de 18 anos e as fisicamente debilitadas. Os dados foram colhidos por meio de entrevistas estruturadas. Foram aplicados os testes de chi² e t-Student. RESULTADOS: A média de idade das mulheres pesquisadas foi de 32 anos, sendo que 92 (62,2% tinham até o primeiro grau de escolaridade, e 12,2% chegaram a cursar uma faculdade. A mediana do número de parceiros na vida foi quatro, e metade das entrevistadas manteve vida sexual ativa após infecção pelo HIV. Do total das mulheres, 76% tinham filhos, e 21% ainda pensavam em tê-los. Um maior número de filhos, maior número de filhos vivos e de filhos que moravam com as mães foram os fatores mais indicados como interferência negativa na intenção de ter filhos. Não foi encontrada associação entre pensar em ter filhos com as variáveis como percepção de risco, situação sorológica do parceiro, uso de contraceptivos e outras. Os métodos contraceptivos mudaram, sensivelmente, na vigência da infecção pelo HIV. CONCLUSÕES: A intenção de ter filhos não se alterou substancialmente nas mulheres em conseqüência da infecção pelo HIV. Mulheres HIV-positivas precisam ter seus direitos reprodutivos e sexuais discutidos e respeitados em todos os serviços de atenção à saúde. A adesão ao medicamento e ao sexo seguro são importantes, mas difíceis, requerendo aconselhamento e apoio. São necessários serviços que promovam

  1. Comparação das respostas fisiológicas, perceptuais e afetivas durante caminhada em ritmo autosselecionado por mulheres adultas de três diferentes faixas etárias Comparison of the physiological, perception and affective responses during treadmill walking at self-selected pace by adult women of three different age groups

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cosme Franklim Buzzachera

    2010-10-01

    Full Text Available Comparar as respostas fisiológicas, perceptuais e afetivas durante caminhada em ritmo autosselecionado por mulheres adultas de três diferentes faixas etárias. Métodos: Foram investigados 66 sujeitos do sexo feminino, previamente sedentários, distribuídos de acordo com a sua idade cronológica nos seguintes grupos: GI (20,0-25,0 anos, n = 22, GII (30,0-35,0 anos, n = 22 e GIII (40,0-45,0 anos, n = 22. Todos os participantes foram submetidos a (i pré-avaliação médica, avaliação antropométrica e processo de familiarização, (ii teste incremental máximo em esteira, e (iii um teste de 20-minutos de caminhada em ritmo autosselecionado em esteira. As respostas fisiológicas (consumo de oxigênio, O2, e frequência cardíaca, FC foram mensuradas continuamente durante a realização do teste de 20-minutos de caminhada em ritmo autosselecionado. Por sua vez, as respostas perceptuais (percepção subjetiva de esforço, PSE e afetivas foram determinadas a cada intervalo de cinco minutos do teste. Para a análise estatística, empregou-se uma ANOVA de um fator (faixa etária, adotando-se um valor de p To compare the physiological, perception and affective responses during treadmill walking at a self-selected pace by previously sedentary women from three age groups. Methods: Sixty-six healthy women were assigned into three groups according to their age: GI (20.0-25.0 yr, n = 22, GII (30.0-35.0 yr, n = 22 and GIII (40.0-45.0 yr, n = 22. Each participant performed (i an initial medical screening, anthropometric assessment and familiarization; (ii an incremental treadmill test to determine O2max; and (iii a 20-min treadmill walking bout at a self-selected pace. During the 20-min of treadmill walking at a self-selected pace, the physiological (oxygen uptake, O2 and heart rate, HR responses were continuously recorded. The perception (Borg-RPE for the overall body, 6-20 and affective (Feeling Scale responses were measured every 5 min throughout the

  2. Dominação e desejo uma leitura materialista-feminista de "0 beijo da mulher aranha" de Manuel Puig Dominação e desejo uma leitura materialista-feminista de "0 beijo da mulher aranha" de Manuel Puig

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Laura Rice-Sayre

    2008-04-01

    Full Text Available Para abordarmos a anilise textual a partir de uma perspective materialista-feminista, precisamos inicialmente esclarecer tee's questems besicas: o que e o feminismo materialista; em que o materialismo feminista se assemelha ou nio a outras abordagens materialistas (geralmente marxistas; e, por fim, que tipos de textos devem ser incluidos neste tipo de anilise. Em seu sentido mais amplo, o feminism° vem sendo tido como sindnimo de estudos da mulher uma area que pode incluir tanto mulheres estudando algo, quanto qualquer estudo a respeito da mulher; em seu sentido mais restrito, o feminismo vem sendo visto como a luta, empreendida por mulheres brancas, ocidentais e burguesas, por melhores oportunidades profissionais.

  3. O consumo de pornografia na internet numa amostra de mulheres Portuguesas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria João Gaspar

    2012-07-01

    Full Text Available Objetivo: Analisar e identificar alguns comportamentos sexuais relacionados com o consumo de pornografia online numa amostra de mulheres portuguesas. Método: Neste websurvey participaram 216 mulheres (Média de idade = 27,89; DP = 6,40; máx. = 58; mín. = 18 respondendo a um questionário online acerca do seu consumo de pornografia online e comportamentos sexuais associados. O estudo foi divulgado através do método snowball via e-mail e em diversos chatrooms em diferentes horas do dia e da noite. Resultados: 56,9% das mulheres já visitou sites pornográficos e 7% gasta mais de 6 horas por semana nesta atividade. Entretenimento, curiosidade e obtenção de excitação sexual são as principais motivações para este comportamento. Os resultados revelam ainda uma enorme diversidade de conteúdos pornográficos procurados. Conclusão: Este estudo mostra que a Internet pode ser uma ferramenta usada por algumas mulheres para o consumo de pornografia, com uma diversidade de objetivos e de conteúdos, e permite a identificação de alguns tópicos para futura investigação.

  4. Agroecologia: Potencializando os papéis das mulheres rurais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabiana da Silva Andersson

    2017-04-01

    Full Text Available O artigo analisa se e como a agroecologia potencializa os papéis das mulheres rurais, em sua maioria agricultoras, dos municípios de Arroio do Padre e São Lourenço do Sul (RS. Através da realização de entrevistas em profundidade e da observação participante, o artigo analisa as percepções dessas mulheres a respeito das realidades por elas vivenciadas tanto no âmbito produtivo (lavoura como reprodutivo (doméstico. É importante destacar que, em Arroio do Padre, há um processo incipiente de “agroecologização”, ou seja, as unidades familiares encontram-se nos níveis iniciais da transição agroecológica. Já em São Lourenço do Sul, observou-se que essas mulheres atuam na agroecologia há mais de 40 anos. Estas distintas trajetórias conferem percepções de mundo diferenciadas entre os dois contextos sociais. Enquanto para as interlocutoras de Arroio do Padre a agroecologia pouco interfere em suas escolhas dentro e fora de casa, já para as entrevistadas de São Lourenço do Sul é essencial no repensar das relações estabelecidas no lar e no seu entorno, especialmente nos assuntos que tangem aos mercados e a sua valorização enquanto “agricultora”.

  5. Vivência de mulheres que se submeteram à gastroplastia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Glenda Agra

    2009-12-01

    Full Text Available A gastroplastia reduz as co-morbidades e melhora a qualidade de vida, resgatando a auto-estima e inclusão social doobeso mórbido. O estudo teve como objetivo investigar a vivência de mulheres que se submeteram à gastroplastia, apartir de seus discursos. Trata-se de um estudo exploratório com abordagem qualitativa, do qual participaram 16pacientes mulheres que se submeteram à cirurgia bariátrica. Os dados foram coletados nos meses de junho a julho de2007, por meio da técnica de entrevista semi-estruturada, com a utilização do sistema de gravação, as quais foramanalisadas qualitativamente, à luz da técnica do Discurso do Sujeito Coletivo. Emergiram as seguintes idéias centrais:elevação da auto-estima e bem-estar psicológico; promoção de bem-estar físico; mudança negativa no pós-operatórioimediato e mediato; mudança positiva após a fase de adaptação; possibilidade de maior socialização; satisfaçãofamiliar e pessoal enquanto mulher e maior disposição, segurança e melhor estado de humor. Conclui-se, portanto,que, a gastroplastia é um tratamento cirúrgico para obesos mórbidos, que remete à perda ponderal, melhora a autoestima,mas que traz conseqüências negativas. Daí a importância do cuidar destas pacientes desde a decisão de sesubmeter à cirurgia até a total reabilitação.

  6. Abuso de álcool e drogas e violência contra as mulheres: denúncias de vividos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Letícia Becker Vieira

    2014-06-01

    Full Text Available Objetivou-se analisar a interface entre o uso abusivo de álcool e outras drogas pelos companheiros e o vivido de mulheres que denunciam situações de violência. Trata-se de pesquisa qualitativa pautada na análise de conteúdo temática de entrevistas realizadas em março e abril de 2010, com treze mulheres que realizaram o registro da violência na Delegacia de Polícia para a Mulher e Delegacia de Pronto Atendimento de um município do interior do Rio Grande do Sul, Brasil. Observou-se que, em um mundo envolto por brigas, humilhações, agressões, sofrimento e submissão, o uso abusivo de álcool e drogas do companheiro potencializou a violência vivida das mulheres entrevistadas. Além de buscar qualificar a atenção à saúde mental das mulheres no contexto da violência, uma vez que essa condição repercute substancialmente em sua saúde, e em todas as dimensões, conclui-se ser imprescindível articular a atenção às mulheres em situação de violência com ações de prevenção do uso de álcool e/ou outras drogas pelos companheiros.

  7. Impacto de grupos de mulheres em situação de vulnerabilidade de gênero

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Meneghel Stela Nazareth

    2003-01-01

    Full Text Available Neste trabalho, avaliaram-se oficinas de promoção à saúde e gênero, desenvolvidas em programas de extensão da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS na cidade de São Leopoldo, Rio Grande do Sul, Brasil. O método baseia-se na pesquisa participante e na pesquisa ação. Foram nucleados grupos de mulheres em dois locais da cidade. O primeiro grupo foi freqüentado por 14 mulheres, com um total de seis encontros. O segundo recebeu 18 mulheres e realizou um total de 11 encontros. Os temas discutidos e vivenciados foram: relação pais e filhos, estereótipos e papéis de gênero, conjugalidade, limites a comportamentos abusivos, corpo e sexualidade e estratégias de enfrentamento à violência. Treze mulheres que freqüentaram o segundo grupo mudaram padrões de comportamento, buscando emprego, retornando à escola, melhorando a imagem corporal e reavaliando situações de violência. O grupo de pesquisadores aproximou-se do Fórum de Mulheres de São Leopoldo, fomentando o fortalecimento da rede de apoio/atendimento, bem como a visibilidade das políticas setoriais e de suas instâncias no planejamento e na execução de políticas públicas para a mulher.

  8. Impacto de grupos de mulheres em situação de vulnerabilidade de gênero

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Stela Nazareth Meneghel

    Full Text Available Neste trabalho, avaliaram-se oficinas de promoção à saúde e gênero, desenvolvidas em programas de extensão da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS na cidade de São Leopoldo, Rio Grande do Sul, Brasil. O método baseia-se na pesquisa participante e na pesquisa ação. Foram nucleados grupos de mulheres em dois locais da cidade. O primeiro grupo foi freqüentado por 14 mulheres, com um total de seis encontros. O segundo recebeu 18 mulheres e realizou um total de 11 encontros. Os temas discutidos e vivenciados foram: relação pais e filhos, estereótipos e papéis de gênero, conjugalidade, limites a comportamentos abusivos, corpo e sexualidade e estratégias de enfrentamento à violência. Treze mulheres que freqüentaram o segundo grupo mudaram padrões de comportamento, buscando emprego, retornando à escola, melhorando a imagem corporal e reavaliando situações de violência. O grupo de pesquisadores aproximou-se do Fórum de Mulheres de São Leopoldo, fomentando o fortalecimento da rede de apoio/atendimento, bem como a visibilidade das políticas setoriais e de suas instâncias no planejamento e na execução de políticas públicas para a mulher.

  9. INSERÇÃO E PERMANÊNCIA DE MULHERES COMO TREINADORAS ESPORTIVAS NO BRASIL

    OpenAIRE

    Ferreira, Heidi Jancer; Salles, José Geraldo do Carmo; Mourão, Ludmila

    2015-01-01

    RESUMODiante da baixa representatividade de mulheres como treinadoras esportivas no Brasil, este estudo buscou identificar as vias de acesso e estratégias utilizadas por treinadoras brasileiras para a sua inserção, ascensão e permanência no cargo. A amostra foi composta por treze técnicas de oito modalidades esportivas. A coleta de dados foi realizada por meio de entrevista semiestruturada. Os resultados indicaram que as principais formas de acesso à profissão foram a condução e o convite. Ve...

  10. A produção escrita das mulheres negras The written production of black women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Conceição Lopes Fontoura

    2004-12-01

    Full Text Available O artigo faz uma análise dos escritos publicados por Maria Mulher – Organização de Mulheres Negras, tendo em vista atender a sua missão institucional.Inicialmente, é feita uma apresentação da forma como a organização presta informações para as mulheres, em especial, as negras, visando ao combate às discriminações sexista, de raça/etnia e de classe social dentro dos programas que desenvolve. O texto faz também referência à falta de organizações que incentivem a produção intelectual de entidades feministas negras. Finalmente, para aumentar o número de publicações das organizações de mulheres negras, o trabalho aponta para a produção de obras em conjunto, as quais abordarão temas de acordo com a vocação de cada instituição.The paper presents an analysis of the articles published for Maria Mulher Organização de Mulheres Negras, in order of taking care of its institucional mission. Initially it is made a presentation of the form that the organization gives information for the women, in special, for the blacks, in order to combat the discriminations by sex, of race/ethnic and of social class, in the programs that develops. The text also makes reference to the lack of organizations that stimulates the intellectual production of entities black feminists. Finally, the work points to the production of workmanships in order to increase the number of publications from the black women organizations, in accordance with the vocation of each institution.

  11. Mulher, saúde e trabalho no Brasil: desafios para um novo agir

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aquino Estela Maria L. de

    1995-01-01

    Full Text Available Apesar do marcante aumento da participação das mulheres no mercado de trabalho, no Brasil, persiste um desconhecimento generalizado sobre os efeitos do trabalho sobre sua saúde. Neste artigo, em revisão da literatura, pretendeu-se identificar questões teóricas e metodológicas na análise das relações entre trabalho e saúde de mulheres a partir de uma perspectiva de gênero. Assinala-se as características da inserção profissional feminina, decorrentes de seu papel na reprodução social, que resultam na necessidade de estratégias variadas de conciliação entre as atividades profissionais e as domésticas. Discute-se as implicações da inserção social das mulheres trabalhadoras para a sua saúde e a necessidade de repensar criticamente teorias e conceitos, estratégias metodológicas, fontes de informação, para dar conta da complexidade e das especificidades das condições de trabalho e de existência das mulheres. A recente atuação das mulheres sindicalistas na defesa do direito ao corpo, à saúde e à feminilidade no ambiente de trabalho não pode prescindir de um novo olhar, que se produz de modo ainda incipiente no espaço acadêmico, por inspiração do movimento social de mulheres. Nesse sentido, apontam-se os desafios para a produção do conhecimento sobre o tema, que desvendem as singularidades da realidade nacional, caracterizada pelo desemprego, o trabalho informal, os baixos salários, a fragilidade das organizações sindicais e sociais, além de relações tradicionais familiares e matrimoniais.

  12. Brinquedos e brincar na vida de mulheres educadoras negras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marilda Castelar

    Full Text Available Resumo Este artigo aborda o brincar e o brinquedo na constituição da mulher negra pelas práticas educativas escolares, no ensino básico, público e privado. As práticas escolares devem interrogar a produção e reprodução dos padrões comportamentais e estéticos, os quais operam relações de discriminação negativa de gênero e raciais. Na pesquisa foram utilizados como recursos metodológicos: a história oral, por meio de histórias de vida e entrevistas gravadas e transcritas com oito mulheres, professoras negras, em Salvador (BA. Foi realizado levantamento bibliográfico e revisão da literatura. As análises foram feitas pela análise de conteúdo, a partir das seguintes categorias: memórias, relações com a atualidade e as práticas profissionais ligadas à gênero e racismo na escola. O brinquedo e a brincadeira apareceram como analisadores do racismo e estereótipo de gênero na educação escolar, implicando no sofrimento das crianças. Sugere-se a adaptação curricular no trabalho escolar, considerando a promoção da equidade escolar.

  13. A identidade da mulher na modernidade Women's identity in modernity

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Josênia Antunes Vieira

    2005-01-01

    Full Text Available O artigo trata das mudanças na constituição da identidade da mulher diante das novas práticas discursivas, produto das modificações nas ordens do discurso, resultado da globalização da economia. Essas mudanças alteraram a vida e a intimidade das pessoas, modificando-lhes o modo de ser. Assim, as transformações das relações sociais trazem dificuldades para a construção identitária feminina. Para isso, o artigo discute, à luz da análise de discurso crítica, os tópicos: a construção social da identidade da mulher; o papel do sujeito; a tecnologia e a mídia como agentes fragmentadores da identidade da mulher; a espacialização no discurso feminino; o discurso do corpo na auto-realização identitária; a identidade da mulher diante das transformações da sexualidade; a construção da identidade do gênero feminino na família; a questão identitária e o ensino e, por fim, o trabalho como força estruturante da identidade feminina.This paper deals with changes in the constitution of women's identity in relation to new discourse practices. These are the result of changes in discourse orders due to economic globalization. These changes have altered people's lives and their intimacy, thus modifying their way of being. In this sense, changes in social relations have brought about difficulties in the construction of female identity. Thus, this article, based on critical discourse analysis, seeks to discuss the following issues: the social construction of women's identity; technology and the media as fragmentary agents in women's identity; spatialization in female discourse; the discourse of the body in identity self-realization; women's identity vis à vis transformations in sexuality; the construction of female identity in the family; the identity issue and education and, finally, the world of work as a structuring element in female identity.

  14. Motivos para a prática de ginástica em academias exclusivas para mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Deimersom Pereira FRAZÃO

    2015-03-01

    Full Text Available O objetivo desta pesquisa é analisar o conteúdo do discurso de praticantes de ginástica em academias exclusivas para mulheres sobre os motivos dessa prática, com o foco direcionado para as relações que se estabelecem entre esses motivos e o binarismo sexual. Trata-se de um estudo qualitativo. Com base em um roteiro de questões semiestruturado, 23 frequentadoras de três academias de ginástica exclusivas para mulheres situadas no município de Juiz de Fora, Minas Gerais, foram entrevistadas. Concluímos que a motivação das entrevistadas para a prática da ginástica em academias destinadas exclusivamente às mulheres se mostra ancorada, fundamentalmente, na relação que as mesmas estabelecem, direta ou indiretamente, com o homem, em casa (namorados, maridos e/ou na cena social. Quando comparadas às academias de ginástica mistas, as exclusivas para mulheres emergem como um espaço que pode proporcionar à mulher maior liberdade para: expressar as próprias insatisfações corporais; observar a outra mulher, sem que os sentimentos de competitividade aflorem como em geral afloram no ambiente em que há a presença física do homem; apresentar-se menos assujeitada a padrões corporais de vestimenta e/ou de maquiagem considerados mais belos ou elaborados, inclusive por elas mesmas. Deve-se ainda observar a possibilidade de que nas academias exclusivas as mulheres fiquem mais focadas na exercitação física; pelo fato de sentirem-se mais à vontade, consequentemente, podem se concentrar mais nas práticas e realizar os mais variados movimentos/exercícios sem constrangimentos provocados por olhares invasivos, de homens.

  15. Tráfico sexual de mulheres: Representações sobre ilegalidade e vitimação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Boaventura de Sousa Santos

    2012-10-01

    Full Text Available O tráfico de seres humanos em geral, e de mulheres em particular, vem suscitando um interesse crescente por parte dos Estados, das instâncias internacionais, das organizações não‑governamentais, dos meios de comunicação social e, também, por parte da academia. A maior visibilidade conferida a este fenómeno tem‑se traduzido, a nível nacional e internacional, em políticas de combate e prevenção cuja eficácia é discutível. Para tal contribui não apenas um desconhecimento das especificidades que o tráfico de mulheres assume, como também objectivos outros que podem estar na base da construção de tais políticas e que dificilmente vão ao encontro daquilo que são as subjectividades e expectativas das mulheres traficadas. Neste artigo reflectimos sobre algumas das questões emergentes e ausentes no enquadramento legal do tráfico sexual de mulheres, recorrendo à realidade empírica do tráfico sexual em Portugal analisada no estudo Tráfico de mulheres em Portugal para fins de exploração sexual.1

  16. A mulher na literatura: seus enquadramentos e a precariedade da emancipação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bruna Cordeiros Lira

    2016-12-01

    Full Text Available A figura histórica feminino presente na literatura do século XVI, por exemplo, expõe um cenário literário sem representatividade feminina em suas obras. A composição da narrativa sobre a mulher estava a cargo de escritores homens, que insuficientemente versavam acerca das mulheres, mas que revelavam a exclusão e repressão feminina nos meios acadêmicos e sociais. Desta forma Virginia Woolf em “Um teto todo seu” traça panoramas históricos e sociais sobre a restrição do sexo feminino a literatura, tanto no acesso a leituras e a aprendizagem, fontes intelectuais que as embase e a liberdade cerceada socialmente de produzir no meio literário e acadêmico. Envolta em uma sociedade excludente, há fomento a uma construção social que desprivilegia a mulher como agente das escritas literárias, inviabilizando a sua emancipação intelectual ao longo da história. Calcado nestes elementos, a teoria do capital humano de Michel Foucault estabelece dialogo sobre as condições de subjugação patriarcal das mulheres, juntamente com o investimento em capital humano não ofertado a elas da mesma forma que aos homens na sociedade. Juntamente com a autora Judith Butler em “Vida precária, vida passível de luto”, há o questionamento teórico sobre o livro de Woolf acerca do enquadramento produzido por uma literatura sexista e excludente, que de forma rasa ou insuficiente via a mulher como um agente social, inferiorizando a sua existência.

  17. Garantir a cidadania das mulheres: A indiferença e outros obstáculos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carole Pateman

    2012-10-01

    Full Text Available Este artigo discute as estruturas sexuais e raciais de poder que continuam a obstruir de forma sistemática a cidadania das mulheres. As reformas jurídicas e políticas concretizadas em muitos países não foram acompanhadas por mudanças correspondentes nas práticas sociais de dominação e subordinação e nas concepções de masculinidade e feminilidade. A este obstáculo junta‑se a pobreza, que afecta maioritariamente as mulheres a nível global, e o crescimento da desigualdade induzido pela redução, privatização e eliminação de serviços públicos, que têm levado ao acréscimo do fardo quotidiano das mulheres, especialmente nos países pobres. O empobrecimento das mulheres e as guerras das duas últimas décadas têm fomentado o tráfico sexual global e a violência contra as mulheres. A indiferença relativamente a estes fenómenos tem por base (e reforça o contrato sexual‑racial global. De forma a eliminar a interacção entre o contrato de indiferença mútua e o contrato sexual‑racial global, propõe‑se que a atribuição de um rendimento básico a todos os cidadãos constituiria um passo em direcção a uma cidadania plena.

  18. The educative practice of professional caregivers at shelters: coping with violence lived by female adolescents La práctica educativa de cuidadores profesionales en refugios para niñas: enfrentando la violencia vivida por mujeres adolescentes A prática educativa de profissionais cuidadores em abrigos: enfrentando a violência vivida por mulheres adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucia Helena Garcia Penna

    2009-12-01

    Full Text Available This study aimed to identify strategies caregiving professionals at shelters discuss and use in care delivery to violence situations lived by female adolescents; and to discuss educative practice as a care technology for coping with violence. Based on qualitative research, the data were produced through interviews with caregivers at a municipal adolescent shelter and were interpreted according to content analysis. The results evidenced individual and institutional strategies for care delivery to the adolescents. In conclusion, educative actions are care technologies in the reframing process of life's value by female adolescents living on the streets or in shelters, considering the cultural diversity - a dialogical action systemized and institutionalized for coping with the violence they experience.Este estudio tuvo como objetivo identificar las estrategias discutidas y utilizadas por los profesionales cuidadores de refugios para niñas en la atención a las situaciones de violencia, vividas por las adolescentes, y discutir la práctica educativa como una tecnología de cuidado en el enfrentamiento de la violencia. Con base en la investigación cualitativa, los datos fueron producidos a través de entrevistas a cuidadores de un refugio municipal para adolescentes e interpretados bajo el marco teórico del análisis de contenido. Los resultados evidenciaron estrategias individuales e institucionales para atender a las adolescentes. Se concluye que las acciones educativas son tecnologías de cuidado en el proceso de dar un nuevo significado al valor de la vida para las adolescentes en situación de vivir en la calle o como refugiadas en abrigos, considerando la diversidad cultural - una práctica dialógica sistematizada e institucionalizada para el enfrentamiento de la violencia vivida.Este estudo objetivou identificar estratégias discutidas e utilizadas pelos profissionais cuidadores de abrigo na atenção às situações de violência, vividas

  19. História do cuidado à mulher na Maternidade Carmela Dutra, Florianópolis-SC, Brasil (1956-2001

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vitoria Regina Petters Gregório

    2012-10-01

    Full Text Available Este estudo objetivou analisar as práticas de cuidado desenvolvidas pelas enfermeiras à mulher na Maternidade Carmela Dutra, de Florianópolis, Santa Catarina, no período de 1956 a 2001. Pesquisa qualitativa com abordagem sócio-histórica. Foram entrevistadas nove enfermeiras, utilizando-se a técnica de História Oral Temática. Os dados foram categorizados utilizando-se análise de conteúdo temática, com base no referencial foucaultiano. Emergiram quatro categorias: Contexto da Maternidade; Práticas de cuidado à mulher na admissão; Práticas de cuidado à mulher no parto e Práticas de cuidado à mulher no puerpério. Concluiu-se que o cuidado prestado à mulher na maternidade foi exercido por religiosas e parteiras, por enfermeiras leigas e por enfermeiras obstétricas, numa trajetória que vai do cuidado laico ao profissional, entrelaçado por relações de saber-poder demarcadas por lutas e resistências ao poder médico hegemônico da época.

  20. Homens apenados e mulheres presas: estudo sobre mulheres de presos Convicted men and imprisoned women: a study on the wives of prisoners

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristian Fabiano Guimarães

    2006-12-01

    Full Text Available Esta pesquisa teve por objetivo conhecer as mulheres de um grupo de apenados e identificar as discriminações que elas sofrem, incluindo as de gênero. Buscamos identificar os possíveis estigmas relacionados à situação de aprisionamento e as estratégias de resistência utilizadas por estas mulheres no cotidiano. A metodologia da pesquisa é qualitativa e as informações foram obtidas por meio de observação participante e de grupos focais com mulheres de presos albergados em um presídio de uma cidade da Região Metropolitana de Porto Alegre-RS, em regime semi-aberto. As mulheres dos apenados se submetem a situações de controle, baseadas nos sistemas de dominação de classe e de gênero. O estigma em relação a este grupo social apareceu nas entrelinhas dos depoimentos, porém as mulheres resistem ativamente às violências, apoiando-se em redes de parentesco e de vizinhança. A precariedade de redes de apoio social e a falta de informação e acesso ao mercado de trabalho contribuem para a marginalização do apenado e de sua família, deixando clara a importância de estudos que busquem a inclusão deste grupo social.The objective of this research was to know the wives of a group of convicted men, serving their time partially at home, and to identify the discriminations they had to go through, including those of gender. We searched to identify the possible labeling for having a convicted relative and the strategies of resistance that these women use in everyday life. The research method is qualitative and information was obtained by means of participation-observation and focal groups with the wives of convicts in a prison facility in the metropolitan region of Porto Alegre, RS, in a semi-open regime. The wives of convicts submit themselves to situations of control, based on the systems of class and gender domination. From our analysis, the labeling in relation to this social group was found in-between the lines, in other words

  1. Representações sociais da violência contra a mulher na perspectiva da enfermagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sandra Maria Cezar Leal

    2011-06-01

    Full Text Available A violência contra a mulher constitui grave problema de Saúde Pública; ocorre no mundo inteiro em todas as classes sociais. O objetivo do estudo foi conhecer as representações sociais da violência contra a mulher na perspectiva de enfermeiras alunas de uma Escola Superior de Enfermagem de Lisboa/Portugal. Realizou-se pesquisa exploratória com respaldo das representações sociais, da qual participaram cento e cinquenta enfermeiras, sendo os dados coletados por meio de questionário. Para análise, utilizou-se o software DataVic 4.3. Resultados apontam que as representações sociais da violência contra a mulher estão restritas ao universo consensual pelo qual são produzidas, constituído, sobretudo, pela conversação informal e pela vida cotidiana. Apontam, também, que a violência não é entendida como um problema de saúde. Considera-se que o embasamento teórico sobre o tema e o envolvimento institucional dos Serviços de Saúde contribuirão para a inserção da violência contra a mulher na agenda da Saúde Pública.

  2. Mulheres e sociedade no decênio farroupilha = Women and society in the farroupilha decennary

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Becher, Paula Rochele Silveira

    2014-01-01

    Full Text Available A aparição dos enfoques historiográficos que formam a história das mulheres e/ou das relações de gênero vem trazendo mudanças muito importantes para a historiografia, seja em aspectos culturais ou nas relações dos atores sociais com o poder. Neste sentido, percebendo a necessidade de aprofundar o conhecimento histórico acerca desta temática, buscamos neste trabalho compreender e refletir acerca de algumas formas de articulação utilizadas por mulheres dentro da sociedade oitocentista do período farroupilha (1835-1845, na província de São Pedro do Rio Grande do Sul. Como objeto de estudo, detemo-nos sobre a figura de três mulheres que estavam inseridas na elite farroupilha do período: Bernardina Barcelos de Almeida, Maria Angélica da Fontoura Corte Real e Candida Olinda de Freitas. A partir do estudo realizado, que contou com levantamento de dados e análise bibliográfica e documental, procuramos demonstrar que as atitudes destas mulheres estavam diretamente inseridas nas intrincadas e complexas disputas pelo poder que ocorriam nos diversos âmbitos da sociedade, e que, assim sendo, suas ações interferiram diretamente nestas disputas, fossem elas ligadas à situação da guerra ou para além dela

  3. Mulheres da "Zona Grande": negociando identidade, trabalho e território

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Gonzaga Jayme

    Full Text Available Em Belo Horizonte, desde o começo do século XX, um quadrilátero localizado no centro da cidade, entre a estação de trem e a rodoviária, tem abrigado uma zona de baixo meretrício, a chamada zona grande. Atualmente, funcionam na região em torno de vinte hotéis, onde cerca de 2 mil mulheres atendem a seus clientes. Este artigo discute a relação entre identidade, trabalho sexual e território entre as mulheres dessa zona grande. Busca-se refletir também em que medida a construção de uma identidade profissional, de trabalhadoras do sexo, poderia contribuir para o empoderamento dessas mulheres, favorecendo uma organização que as habilite a reivindicar, entre outras questões, a sua permanência nesse local. Essa é uma região visada por políticas de intervenção urbana que buscam "higienizar" a área, retirando dali os hotéis e as pensões onde trabalham essas mulheres. A ideia, então, é incorporar à discussão de identidade a relação com o território.

  4. Direitos humanos e violência contra as mulheres: uma luta contra a sociedade patriarcal-racista-capitalista

    OpenAIRE

    Mirla Cisne

    2015-01-01

    O objetivo deste artigo é  problematizar a importância da luta por direitos humanos no combate às violências contras as mulheres, inserindo essa luta nos limites e contradições de uma sociedade que têm a desigualdade e a exploração de classe, raça/etnia e sexo como elementos constituintes. Nesse entendimento, as múltiplas formas de violência contra a mulher, seja ela física, psicológica, sexual, obstétrica, patrimonial ou social, não resultam das relações individuais isoladamente, mas, sobret...

  5. Publicidade e ética: um estudo da construção da imagem da mulher

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elizabeth Moraes Gonçalves

    2010-02-01

    Full Text Available O texto propõe uma reflexão sobre a ética da responsabilidade na publicidade veiculada nas revistas Claudia e Nova. Trata-se de uma pesquisa descritiva, resultante da leitura dos anúncios selecionados, subsidiada por teóricos da Análise do Discurso da linha francesa, que busca averiguar como a mulher é representada. Constatou-se que no contexto da sociedade contemporânea o retrato da mulher como sedutora ainda está presente, mesmo que em vários momentos ela apareça como protagonista de sua própria vida.

  6. Gangrena de Fournier numa Mulher

    OpenAIRE

    Murinello, A; Figueiredo, AM; Athayde, M; Grima, B; Ribeiro, V; Lourenço, S; Fernandes, C; Goja, M; Coleho, JF

    2009-01-01

    A fasceíte necrotizante dos tecidos infra-diafragmáticos (gangrena de Fournier) é uma grave infecção sinergística por agentes aeróbicos/anaeróbicos, com uma evolução clínica súbita e rápida de gangrena da fascia e sepsis generalizada, associada a elevada mortalidade. Trata-se de uma emergência médico-cirúrgica necessitando de tratamento intensivo englobando a correcção das anomalias hemodinâmicas, hidroelectrolí- ticas e metabólicas, antibioterapia dupla/tripla de largo espectro por ...

  7. Brasil Mulher e Nós Mulheres: origens da imprensa feminista brasileira Brasil Mulher e Nós Mulheres: origins of the feminist press in Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosalina de Santa Cruz Leite

    2003-06-01

    Full Text Available Este artigo apresenta algumas reflexões sobre a imprensa feminista alternativa que surgiu no Estado de São Paulo, Brasil, na segunda metade dos anos 1970. Essa imprensa se tornou um espaço de expressão de uma linha política intimamente vinculada ao despertar das mulheres para as idéias feministas do período posterior à luta armada contra a ditadura no Brasil. Os jornais Brasil Mulher e Nós Mulheres retrataram, em seus artigos e editoriais, a luta pela anistia, pelas creches e pelas liberdades democráticas - todos símbolos da oposição contra o regime no período da ditadura militar. Além disso, eles incluíam matérias específicas, tais como violência doméstica, condições de trabalho das mulheres, direitos reprodutivos, aborto e sexualidade. Do ponto de vista do movimento popular e das organizações de mulheres, essa imprensa constitui, sem sombra de dúvida, uma fonte importante e ainda inexplorada para compreender o período considerado.This article presents some reflections about the feminist alternative press that appeared in the state of São Paulo, Brazil, in the second half of the 70's. The press was a space for expression of a special breed of politics that was closely linked to the awakening of women to feminist ideas in the period after the armed struggle against the Brazilian dictatorship. The journals Brasil Mulher and Nós Mulheres portray, in their articles and editorials, the fight for amnesty, for day nurseries, for democratic freedoms - all symbols of opposition against the regime in the era of military dictatorship. In addition they report on specific matters, such as, domestic violence, women's working-conditions, reproductive rights, abortion and sexuality. From the point of view of the popular movement and the women's organizations, the alternative press of women is without any doubt an important source, and still under-explored, for understanding the period considered.

  8. Caracterização da dor em mulheres após tratamento do câncer de mama

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vânia Tie Koga Ferreira

    2014-03-01

    Full Text Available Este estudo pretendeu caracterizar e localizar a dor nas mulheres submetidas ao tratamento por câncer de mama. Estudo de caráter exploratório, descritivo, com abordagem quantitativa, pelas medidas de tendência central e percentual. Pesquisa desenvolvida no Núcleo de Ensino e Pesquisa e Assistência na Reabilitação de Mastectomizadas com 30 mulheres. Os dados foram coletados no período de fevereiro a agosto de 2008, por meio de instrumento contendo variáveis capazes de caracterizar e localizar a dor, e foram tratados por meio de média, mediana, moda e desvio-padrão e percentual. Destacou-se que 56,7% mulheres referiram que a dor é diária, 46,7% mulheres referiram que a dor teve início após a cirurgia da mama, e para 40% a dor é constante. Conhecimento, reconhecimento e manejo do sintoma permitem ofertas terapêuticas alternativas para o alívio da dor, minimizando efeitos físicos e emocionais que podem ser causados na vida de mulheres submetidas ao tratamento por câncer de mama.

  9. Fatores associados à violência contra mulheres profissionais do sexo de dez cidades brasileiras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisca Sueli da Silva Lima

    Full Text Available Resumo: No Brasil, há um limitado número de estudos sobre violência contra mulheres profissionais do sexo, tema que vem instigando pesquisadores em todo o mundo, estimulados principalmente por possíveis associações desta com o HIV. Este trabalho objetiva estimar a prevalência de violência contra mulheres profissionais do sexo, segundo natureza e perpetrador, e identificar os fatores associados. Foi realizado um estudo transversal com dados de 2.523 mulheres profissionais do sexo de dez cidades brasileiras, recrutadas pelo método respondent-driven sampling (RDS. Os resultados mostraram que a prevalência de violência verbal foi de 59,5%; violência física 38,1%; sexual 37,8%. Violência física por parceiro íntimo, 25,2%; por clientes, 11,7%. Dentre os fatores associados à violência física estão: idade < 30 anos (ORa = 2,27; IC95%: 1,56-3,29; uso de drogas (ORa = 2,02; IC95%: 1,54-2,65; valor do programa até R$ 29,00 (ORa = 1,51; IC95%: 1,07-2,13. Conclui-se que as mulheres profissionais do sexo brasileiras vivenciam uma carga desproporcional de violência. Identificar fatores de vulnerabilidade é fundamental para as intervenções que garantam direitos humanos e controle do HIV.

  10. Subalternidade de gênero: refletindo sobre a vulnerabilidade para violência doméstica contra a mulher

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Laura Christina Macedo Piosiadlo

    2014-12-01

    Full Text Available Objetivo: Este artigo tem o objetivo de refletir sobre a violência de gênero praticada contra a mulher no espaço intrafamiliar, sobretudo, a relação entre a subalternidade de gênero no âmbito familiar e a vulnerabilidade para este tipo de violência. Resultados: A subalternidade de gênero e a violência contra mulher apresentam-se entrelaçadas na história e, conformam-se por meio da construção de gênero nas sociedades. As mulheres formam um grupo que é violentado, constantemente, e de diversas maneiras, como, agressões e abusos físicos, verbais e sexuais cometidos por parceiros ou ex-parceiros, familiares, amigos, desconhecidos, por instituições públicas ou pelo Estado. Conclusão: Para que os serviços de saúde possam se antecipar às doenças e agravos decorrentes da violência doméstica é essencial compreender os aspectos relacionados à vulnerabilidade da mulher para a violência, como um indicador da iniquidade e da desigualdade social que supera o conceito probabilístico de risco.

  11. Relacionamentos Afetivo-Familiares em Mulheres com Anorexia e Bulimia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carolina Leonidas

    Full Text Available RESUMOEste estudo teve por objetivo investigar a rede social de apoio de mulheres com anorexia e bulimia, com ênfase em suas relações afetivo-familiares. A amostra foi composta por 12 participantes atendidas em hospital universitário. Os instrumentos utilizados foram: roteiro de entrevista semiestruturada, Mapa de Rede e Genograma. Os resultados indicaram que as redes sociais das participantes têm configuração restrita, com proeminência de membros da família em sua composição. Os relacionamentos familiares oscilam, contudo, entre turbulência e distanciamento afetivo. As relações de afeto mantidas com pais, cônjuges e namorados são marcadas por divergências e insatisfações. A baixa densidade da rede de amizades e o empobrecimento da vida social resultam em isolamento e dificuldades de dar início e/ou manter relacionamentos afetivos duradouros.

  12. Na Trilha Dos Sujeitos: audiovisual, memória e o evento de empoderamento para as mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Capibaribe Leite

    2012-12-01

    Full Text Available Como a atualização das memórias individuais representadas nas imagens podem compor discursos sobre autonomia para as mulheres? A partir de quatro filmes produzidos pelo consórcio internacional Pathways of Women’s Empowerment, este artigo propõe a definição de um evento de empoderamento para as mulheres enquanto processo de mudanças em suas vidas, midiatizado através das imagens e que se conecta a dois outros eventos contemporâneos: da fotografia e do endereçamento fílmico. A intenção é investigar como os filmes abordam os espaços de transição para diferentes sujeitos-mulher, a partir das narrativas da memória que contraem passado e futuro no presente e estabelecem linhas de pertencimento por via de um “tornar-se”.

  13. Corpos mutantes, mulheres intrigantes: transexualidade e cirurgia de redesignação sexual

    OpenAIRE

    Galli,Rafael Alves; Vieira,Elisabeth Meloni; Giami,Alain; Santos,Manoel Antônio dos

    2013-01-01

    Algumas definições de transexualidade incluem a questão da cirurgia de redesignação sexual como um desejo inerente aos(às) transexuais. Este estudo teve por objetivo investigar os significados atribuídos à cirurgia por quatro mulheres transexuais, destacando as concepções a respeito das mudanças que a redesignação acarreta na vida da pessoa transexual. Os dados foram colhidos mediante aplicação individual de entrevista aberta na modalidade história de vida temática. O material transcrito foi ...

  14. Diabetes gestacional na perspectiva de mulheres grávidas hospitalizadas

    OpenAIRE

    Araújo, Márcio Flávio Moura; Pessoa, Sarah Maria Fraxe; Damasceno, Marta Maria Coelho; Zanetti, Maria Lúcia

    2013-01-01

    Estudo qualitativo fenomenológico, que teve como objetivo compreender o significado das experiências vivenciadas por mulheres com diabetes mellitus gestacional. Participaram 12 pacientes internadas em uma maternidade de Fortaleza-CE, Brasil, que manifestaram seus sentimentos e percepções por meio de entrevista aberta e desenhos. O material empírico foi transcrito na íntegra e, posteriormente, organizado e analisado pelo método fenomenológico. Os resultados evidenciaram dois temas: (1) Vivenci...

  15. SABERES DE CURA: UM ESTUDO SOBRE PAJELANÇA CABOCLA E MULHERES PAJÉS DA AMAZÔNIA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Betânia Barbosa Albuquerque

    2012-05-01

    Full Text Available Este artigo analisa os saberes que perpassam as práticas de cura presentes na pajelança cabocla na Amazônia, em especial, as de mulheres pajés. Tem como objetivos descrever os saberes e as práticas de cura de três mulheres residentes na cidade de Soure, na ilha do Marajó, Pará, bem como refletir sobre o papel da mulher no contexto religioso e simbólico da pajelança. Metodologicamente, o artigo resulta de uma pesquisa de campo e bibliográfica, com abordagem qualitativa, constando da análise de entrevistas narrativas com três mulheres. Teoricamente, o estudo se baseou em autores como Galvão (1955, Maués (1990; 1999, Cavalcante (2008, Montal (1986, entre outros. A pajelança ou xamanismo na Amazônia é uma prática, em geral, permitida somente aos indivíduos do sexo masculino. Entretanto, no município de Soure não há restrição da mulher no exercíco da pajelança, exercício esse que é perpassado por um arsenal de saberes que envolve o conhecimento das plantas curativas, do ritmo das águas, dos ciclos da lua e da natureza

  16. Mulheres (insubordinadas: o empoderamento feminino e suas repercussões nas ocorrências de violência conjugal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mirian Béccheri Cortez

    Full Text Available Neste trabalho, explora-se o modo como a compreensão e o desempenho dos papéis de gênero se relacionam às ocorrências de violência (física, psicológica e sexual dos maridos contra as esposas. Quatro mulheres que apresentaram queixa na Delegacia de Defesa da Mulher contra as agressões físicas perpetradas por seus parceiros e que conviviam com eles foram entrevistadas utilizando-se um roteiro de entrevista, que recolheu dados pessoais e informações a respeito das concepções sobre homem, mulher e relacionamento conjugal/afetivo. As entrevistas foram processadas pelo software Alceste, sendo a Análise de Conteúdo utilizada para complementar a análise. Os dados revelam a coexistência de concepções tradicionais de gênero com ações de insubordinação dessas mulheres (trabalho assalariado, amizades, questionamento da vida sexual. Esses aspectos, sinalizadores do empoderamento das mulheres, relacionam-se à agressividade dos parceiros que, excluídos dos debates feministas e buscando proteger sua masculinidade, usam a violência para suprimir as manifestações femininas de poder.

  17. Imagem corporal em mulheres adultas vs. meia-idade e idosas praticantes e não praticantes de hidroginástica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simone Valéria Dias Souto

    2016-06-01

    Full Text Available O objetivo do presente estudo foi comparar a imagem corporal de mulheres adultas vs. meia-idade e idosas praticantes e não praticantes de hidroginástica. A amostra foi constituída por 300 mulheres brasileiras com idades compreendidas entre 20 e 83 anos (48.96 ± 15.41, divididas em quatro grupos: Grupo 1 = 75 mulheres adultas não praticantes com idades entre 20 e 49 anos; Grupo 2 = 75 mulheres de meia-idade e idosas não praticantes com idades entre 50 e 82 anos; Grupo 3 = 75 mulheres de meia-idade e idosas praticantes com idade entre 50 e 83 anos e Grupo 4 = 75 mulheres adultas praticantes com idade entre 20 e 49 anos. O instrumento utilizado para determinar à imagem corporal actual e desejada foi a Escala de Desenhos de Silhuetas descrita por Stunkard. Os resultados demonstram que não houve diferenças significativas com a insatisfação da imagem corporal entre os grupos de mulheres adultas vs. meia-idade e idosas vs. praticantes vs. não praticantes (p>0.05. Entretanto, houve diferenças significativas entre a insatisfação com a imagem corporal actual vs. ideal para todos os grupos do estudo (p<0.05. Conclui-se que a idade e a prática da hidroginástica não são factores determinantes na percepção que as mulheres têm da imagem corporal.

  18. AS RELAÇÕES DE GÊNERO NA HISTÓRIA DAS CIÊNCIAS: CONTRA TODAS AS PROBABILIDADES, AS MULHERES PARTICIPARAM DO PROGRESSO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nadia V. J. Kovaleski

    2013-08-01

    Full Text Available O presente estudo tem por objetivo resgatar a história de mulheres cientistas nos principais períodos históricos do mundo ocidental afim de demostrar que as mulheres participaram dos progressos científicos e tecnológicos apesar das dificuldades e preconceitos encontrados. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica. Na primeira parte do estudo apresentam-se as principais teorias que justificaram o afastamento das mulheres das práticas cientificas e na segunda parte resgata-se a vida e fatos de mulheres cientistas através os séculos da história ocidental. Conclui-se que a participação das mulheres na história das ciências foi efetiva e poderia ter sido muito maior sem os entraves encontrados.

  19. O custo da cura: vivências de conforto e desconforto de mulheres submetidas à braquiterapia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Míbsam Lysia Carvalho Alves Soares

    2016-06-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo: Descrever as vivências de conforto e desconforto de mulheres que se submeteram à braquiterapia para tratamento de câncer do colo uterino. Métodos: Estudo qualitativo, desenvolvido em 2013, embasado na Teoria do Conforto de Kolcaba e realizado por meio de entrevistas semiestruturadas com oito mulheres que concluíram o tratamento há, no mínimo, seis meses. Resultados: Sobressaíram os seguintes desconfortos: dor do procedimento e dos efeitos pós-tratamento, no contexto físico; medo do desconhecido e do sofrimento, falta de acompanhante, estresse por sentir-se constrangida durante o tratamento, baixa autoestima e trauma psicológico pós-terapia, no contexto psicoespiritual. As medidas de conforto consistiram no diálogo com o profissional, administração de medicações e uso da fé e espiritualidade. Conclusão: Os resultados oferecem subsídios para a prática de profissionais de saúde em relação aos confortos e desconfortos que merecem ser alvo de intervenções na assistência à mulher com câncer.

  20. Representações sociais de mulheres sobre o cheiro do leite materno

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gerlaine de Oliveira Leite

    Full Text Available RESUMO Objetivo: Analisar as representações sociais de mulheres acerca do cheiro do leite materno. Métodos: Estudo qualitativo, realizado em 2015, com 33 mulheres/puérperas em um hospital universitário de Pernambuco, por meio de entrevista individual semiestruturada. Os dados coletados, submetidos ao software IRAMUTEQ, foram interpretados à luz da Teoria das Representações Sociais. Resultados: Dentre as representações sociais, a aceitação foi predominante, mesmo quando a percepção olfatória do cheiro do leite era desagradável, prevalecendo a importância desse alimento para a saúde da criança. Outras representações foram o incômodo causado pelo cheiro e os cuidados para amenizá-lo, o apoio do companheiro, o desprendimento no relacionamento interpessoal e a caracterização do olfato/sabor do leite. Conclusão: A aceitação foi a mais expressiva entre as representações sociais sobre o cheiro do leite, porém constataram-se percepções desagradáveis, evidenciando que estas particularidades do leite humano devem ser incluídas nas orientações à mulher e à família desde o pré-natal.

  1. Tecnologia para o autocuidado da saúde sexual e reprodutiva de mulheres estomizadas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andressa Ferreira Leite Ladislau Albuquerque

    Full Text Available RESUMO Objetivo: validar uma tecnologia do tipo cartilha impressa para o autocuidado na saúde sexual e reprodutiva de mulheres estomizadas. Método: estudo metodológico, com foco na construção e validação de cartilha impressa. O conteúdo da cartilha foi validado por 11 enfermeiros juízes especialistas, segundo o Índice de Validade de Conteúdo (CVI maior ou igual a 0,80. A aparência foi validada por 9 mulheres estomizadas segundo avaliação da dificuldade e da conveniência do material educativo. Resultados: a cartilha foi considerada válida segundo os especialistas, com média global de CVI igual a 0,87 e, segundo o público-alvo, com 100% de concordância quanto à adequação da organização, estilo da escrita, aparência e motivação da cartilha. Conclusão: a tecnologia educativa em questão foi validada segundo conteúdo e aparência, constituindo-se, portanto, em um recurso adequado, confiável e de fácil compreensão para a aquisição de conhecimentos sobre o autocuidado na saúde sexual e reprodutiva de mulheres estomizadas.

  2. Experiências de parentalidade como fatores geradores de sofrimento em mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabíola Langaro

    2015-08-01

    Full Text Available Durante o trabalho realizado por meio de um Projeto de Extensão em Saúde Mental na Grande Florianópolis, percebeu-se que o relato de sofrimento das mulheres participantes estava relacionado às suas ex periências de maternidade e paternidade. A partir desta problemática, foi realizada uma pesquisa com o objetivo de compreender de que forma as experiências de parentalidade estavam se constituindo em fatores geradores de sofrimento naquelas mulheres. Para tanto, realizaram-se cinco entrevistas individuais e um grupo focal. Os dados coletados foram discutidos em quatro categorias de análise, tendo sido destacado que o sofrimento das participantes estava relacionado principalmente à vivência da parentalidade a partir de modelos tradicionais de gênero, caracterizados pela centralidade do perfil de mãe; às diferenças na responsabilidade pela educação dos filhos/filhas, assumida por homens e mulheres; à idade dos filhos/filhas e, finalmente, à vivência de dúvidas e incertezas que nem sempre podem ser mediadas em seu cotidiano.

  3. Vivências de mulheres submetidas à braquiterapia: compreensão existencial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Tereza Scramin Rosa

    2008-12-01

    Full Text Available Neste estudo, busquei compreender as vivências de mulheres portadoras de câncer uterino antes de submeterem ao tratamento braquiterápico. Trata-se de uma pesquisa qualitativa embasada na fenomenologia existencial de Martin Heidegger que possibilitou a apreensão dos momentos vividos por esses seres. Para participar dessa pesquisa, procurei por mulheres que haviam iniciado algum tipo de tratamento para câncer uterino. Selecionei aquelas que se submeteram à radioterapia em uma clínica de radioterapia situada no noroeste do Paraná, e, a posteriori, seriam submetidas à braquiterapia no período compreendido entre os meses de abril a maio de 2006. Foram entrevistadas quatro mulheres em um hospital especialista em oncologia no norte do Paraná, antes de iniciarem a braquiterapia. Para buscar os discursos dos sujeitos, utilizei a seguinte questão norteadora: “O que você sente antes de vivenciar a braquiterapia”? Da interpretação emergiram três temáticas: O ser-com-o-outro inautêntico no convívio do hospital; angústia ante o desconhecimento do tratamento; religiosidade: o caminho da esperança. Os resultados obtidos revelam a importância do cuidado holístico ao Ser que vivencia esta facticidade, pois, muitas vezes, a subjetividade do cuidado fica absorvida pela massificação das regras e normas institucionais.

  4. Consulta coletiva: o espaço da mulher

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dulcéa Machado Martins

    1991-06-01

    Full Text Available Este trabalho foi desenvolvido no S/CMS "Píndaro de Carvalho Rodrigues", Rio de Janeiro, 1988, por assistente social, nutricionista, enfermeira e médica. Teve como objetivos: melhorar a qualidade de atendimento; discutir os resultados dos exames, o tratamento e a importância do preventivo para a saúde da mulher; propiciar à mulher um fórum de discussões de suas questões; contribuir para a reciclagem dos profissionais, através da troca de experiências e de informações. A metodologia utilizada constou de agendamento para consulta subseqüente; avaliação dos resultados dos exames; estabelecimento da terapêutica; discussão coletiva dos resultados dos exames entre equipe e usuárias; discussão livre sobre temas de interesse das mulheres. Obtivemos como resultados: o aumento da oferta de consultas de primeira vez em 42,7%; do tempo de consulta em dez minutos por cliente; da cobertura de exame preventivo e de mamas; rastreamento de sífilis e gonorréia; melhora na qualidade do atendimento à mulher, enquanto ser integral: valorização de suas experiências e vivências, seja na discussão de queixas e problemas, seja na avaliação dos serviços de saúde. A relevância deste trabalho pode ser evidenciada no fato de ser uma experiência pouco comum, podendo servir como ponto de referência para a discussão sobre o aumento da oferta de consultas, aliado à qualidade no atendimento.This experience took place in a Medical Center, in Rio de Janeiro, in 1988. The group responsible for it included a social worker, a nutritionist, a nurse and a gynecologist. The aims were: to offer better health care; to discuss the importance, the results and the appropriate therapies of the Pap smear; to offer women an opportunity to meet and discuss their problems, experiences, desires, expectations; and to offer to the health professionals the opportunity to re-think their own practices. The methodology used was characterized by making appointments for

  5. Na Cidade e no Campo: a violência contra as mulheres do assentamento Zumbi dos Palmares (RJ

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alessandra Maria da Silva

    2017-02-01

    Full Text Available Este trabalho tem por objetivo apresentar histórias de violência doméstica enfrentadas por mulheres do Assentamento Zumbi dos Palmares, no município de Campos dos Goytacazes (RJ e suas formas de reação diante dos conflitos familiares. Foi realizada uma pesquisa qualitativa, por meio da aplicação de entrevistas semiestruturadas para dez mulheres do assentamento, entre os meses de outubro e dezembro de 2015. A visão idílica do rural se rompe ao se constatar que a violência doméstica faz parte da rotina das famílias rurais, especialmente aquelas em situação de vulnerabilidade econômica, devido à forte cultura patriarcal, ao isolamento geográfico e a incompatibilidade e inacessibilidade das políticas públicas.

  6. "Mulheres agricultoras" e "mulheres camponesas": lutas de gênero, identidades políticas e subjetividades "Women farmers" and "rural women": gender struggles, political identities and subjectivities

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giovana Ilka Jacinto Salvaro

    2013-01-01

    Full Text Available Neste artigo, buscamos tecer considerações sobre sujeitos e subjetividades na construção das identidades políticas "mulheres agricultoras" e "mulheres camponesas", analisadas em pesquisa sobre um movimento rural de mulheres no período de 2006-2010. A pesquisa utilizou o modelo etnográfico, com a realização de entrevistas, o acompanhamento e observação de atividades. Foram também analisados documentos, produzidos no período de 1994-2008. Nessa investigação foi necessário lidar com uma mudança política importante ocorrida em 2004: a unificação de diferentes movimentos rurais autônomos de mulheres e a criação de um movimento nacional. Na região estudada, tal unificação foi recusada por algumas das mulheres e aceita por outras, demonstrando jogos de força, produção de sujeitos e subjetividades. As posições identitárias mobilizadas acionaram/acionam discursos que se aproximam de concepções feministas essencialistas, mas indicam também estratégias de lutas, em que a afirmação da diferença é condição para a própria ação política.In this article, we seek comment on subjects and subjectivities in the construction of political identities, "women farmers" and "rural women", analyzed in research on a social movement of rural women in the period 2006-2010. The research used the ethnographic model, with interviews, monitoring and observation activities. We also analyzed documents produced by the movement t in the period 1994-2008. In this investigation it was necessary to deal with a major policy change occurred in 2004: the unification of different movements and rural self-employed women and the creation of a national movement. In the study area, this unification was rejected by some women and accepted by others, showing rough games, production of subjects and subjectivities. The identity positions triggered mobilized/trigger speeches approaching feminist essentialist conceptions, but also indicate strategies of

  7. A mulher na cultura mineira: o ícone aristocrático

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Laís Corrêa de Araújo

    1998-03-01

    Full Text Available A produção poética feminina em Minas é escassa e limitada a persor\\.nalidades da alta classe média, capazes de exercer essa forma delazer intelectual. Dentre tais autoras, destaca-se a poesia de Ana AméliaQueiroz Carneiro de Mendonça, que representa o ápice aristocráticoda literatura feminina, mas que revela também a educação domésticada mulher e sua dificuldade em transgredir as normas da linguagemimpostas por uma sociedade cerceadora da voz da mulher, obrigando-aa inflexões frágeis e ambíguas.

  8. A MULHER NO JORNALISMO ESPORTIVO

    OpenAIRE

    Oliveira, Ana Paula; Oliveira, Nathalia Lainetti de

    2017-01-01

    O objetivo deste trabalho é refletir sobre a repórter dentro da editoria de esportes no Brasil. Pretende-se, a partir de uma pesquisa bibliográfica sobre o tema, dissertar sobre a violência simbólica sofrida por estas profissionais. Para tal, foram utilizados os conceitos de violência e poder simbólico de Pierre Bourdieu. Nesta pesquisa, foi possível concluir que, as repórteres, ao contrário dos repórteres, precisam lidar com o assédio, com os comentários machistas e com a imposição de padrõe...

  9. Situação da Mulher na Astronomia Brasileira

    Science.gov (United States)

    Silva, Adriana V. R.

    2007-07-01

    O conteúdo desse texto surgiu de uma apresentação de mesmo título que fiz na XXXI Reunião Anual da Sociedade Astronômica Brasileira (SAB) em 2005. Esse tema foi inspirado originalmente pela minha participação no "2nd UIPAP International Conference on Women in Physics" realizado entre 23 e 25 de maio de 2005 no Rio de Janeiro. Essa é uma conferência internacional que acontece de três em três anos, sendo que a primeira ocorreu em 2002 na cidade de Paris, França. Participei dessa conferência como membro da delegação da Sociedade Brasileira de Física e um dos trabalhos que apresentei versava sobre a situação das mulheres na Astronomia brasileira, cujos resultados principais discorro a seguir. A situação das astrônomas, baseada nos dados dos sócios da SAB coletados no final de 2004, é comparada com a das físicas brasileiras e também com as nossas colegas americanas. Os dados identificam ainda uma maior evasão da carreira por parte das mulheres do que os homens. Alguns dos possíveis motivos da evasão são discutidos, como o desejo de constituir família e/ou isolamento. Resultados um tanto preocupantes com relação à distribuição de bolsas de produtividade do CNPq também são apresentados. As principais discussões e estratégias recomendadas nesse congresso são mencionadas de forma resumida ao final.

  10. Atividade reflexiva com mulheres que sofreram violência doméstica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Eduarda Ramos

    Full Text Available Este trabalho está baseado em uma atividade reflexiva de grupo com mulheres que sofreram violência doméstica. Esse grupo teve como objetivos: promover discussões que propiciassem a reflexão das mulheres sobre novas formas de enfrentamento das situações de violência ou das consequências desta e formar uma rede social de apoio às mulheres e oportunizar vivências de interação entre as participantes para gerar aprendizagem, desenvolvendo mudanças na sua realidade social. Para isso, foram utilizadas reflexões de ensino-aprendizagem baseadas nas teorias de Paulo Freire, nas quais todos(as ensinam e aprendem. O grupo proporcionou a aprendizagem de novas formas de agir e pensar por meio da interação entre suas participantes. As mudanças foram percebidas através dos relatos sobre a forma pela qual conseguiam buscar seus direitos de igualdade de gênero, ou ainda, como estavam agindo, não se submetendo às agressões físicas e psicológicas de seus companheiros, repensando suas atitudes em relação a eles. Identificou-se, por meio deste trabalho, que, quanto mais agentes multiplicadores se mobilizarem para fazer algo, mais se promove uma sociedade que reflita sobre os papéis estabelecidos para mulheres e homens, sobre a desigualdade de gênero, os direitos humanos e a violência doméstica.

  11. Conhecimentos e sentimentos de mulheres que vivenciaram um processo de abortamento - doi:10.5020/18061230.2008.p144

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tereza Cristina Vidal Menezes

    2012-01-01

    Full Text Available Objetivo: Identificar o conhecimento e sentimentos de mulheres diante da perda de seu filho por um processo de abortamento. Método: Estudo descritivo, com abordagem qualitativa, realizado em uma maternidade-escola de Fortaleza-CE. Participaram dez mulheres, que estiveram internadas na maternidade após abortamento, induzido ou espontâneo. A coleta de dados foi realizada com uma entrevista semi-estruturada, tendo questões norteadoras relacionadas ao conhecimento e sentimentos das mulheres a partir da vivência de um processo de abortamento. Resultados: Foram entrevistadas dez mulheres, na faixa etária entre 22 e 39 anos, e destas, sete eram solteiras; seis possuíam o ensino médio e seis possuíam uma renda familiar superior a um salário mínimo. A partir dos dados obtidos percebeu-se um déficit de conhecimento acerca da definição e conseqüências do aborto, embora todas as entrevistadas o tenham provocado. Em relação aos sentimentos, as mulheres, ao saberem de sua gravidez, apresentaram vários sentimentos que se entrelaçam entre tristeza, medo, confusão e até mesmo alegria. Em relação ao arrependimento, 50% das mulheres se arrependeram do ato cometido, porém não tinham condições sócio-econômicas de criar e educar um filho, além de não terem apoio familiar nesta responsabilidade. Considerações Finais: Detectou-se que os sentimentos influenciaram as ações, mesmo que inconscientemente, das mulheres pesquisadas, que, ao saberem de sua gravidez, foram tomadas por vários sentimentos, porém, a decisão de abortar apresentou maior magnitude, baseada na realidade de suas vidas.

  12. Conceitos de mulheres sobre sua menstruação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Yuri Shinohara

    1994-06-01

    Full Text Available Dando prosseguimento às pesquisas anteriores realizadas pelo Núcleo de Assistência para o Autocuidado da Mulher (NAAM sobre aspectos relativos à menstruação, desenvolvemos um trabalho que estudou os conceitos de 705 mulheres sobre sua menstruação. Foram utilizadas informações do banco de dados do NAAM, obtidos na aplicação do Histórico de Saúde da Mulher no Município de Vargem Grande Paulista. O conceito mais relatado pelas mulheres foi o Normal. Isto talvez explique os dados obtidos em trabalhos anteriores, onde muitas mulheres nada fazem para aliviar os sintomas dolorosos da menstruação. O acesso a estes conceitos próprios é importante para elaborar uma assistência de enfermagem de qualidade respeitando as crenças e valores dentro da cultura das mulheres.

  13. Determinantes do aborto provocado entre mulheres admitidas em hospitais em localidade da região Nordeste do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Walter Fonseca

    1996-02-01

    Full Text Available Com o objetivo de identificar os determinantes do aborto provocado entre mulheres admitidas por complicações decorrentes dos abortos, nos hospitais-maternidades públicos em Fortaleza, CE (Brasil foram entrevistadas 4.359 pacientes entre 1º de outubro de 1992 e 30 de setembro de 1993. Os dados foram coletados através de questionário estruturado. São apresentados os determinantes dos abortos provocados em 2.084 (48% mulheres classificadas como tendo induzido aborto. Dois terços (66% das mulheres relataram a indução do aborto com o uso isolado do Cytotec(R (misoprostol ou associado a outro meio abortivo. Os resultados indicam que, na população estudada, a indução do aborto é prática comum entre jovens, solteiras (ou que vivem sem um parceiro estável, de baixa paridade, com escolaridade incipiente e não-usuárias de métodos contraceptivos. Recomenda-se a realização de estudos que investiguem os conhecimentos relacionados a percepções, conceitos culturais do aborto, e às razões por que mulheres pobres fracassam na adoção de métodos de planejamento familiar.

  14. Determinantes do aborto provocado entre mulheres admitidas em hospitais em localidade da região Nordeste do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fonseca Walter

    1996-01-01

    Full Text Available Com o objetivo de identificar os determinantes do aborto provocado entre mulheres admitidas por complicações decorrentes dos abortos, nos hospitais-maternidades públicos em Fortaleza, CE (Brasil foram entrevistadas 4.359 pacientes entre 1º de outubro de 1992 e 30 de setembro de 1993. Os dados foram coletados através de questionário estruturado. São apresentados os determinantes dos abortos provocados em 2.084 (48% mulheres classificadas como tendo induzido aborto. Dois terços (66% das mulheres relataram a indução do aborto com o uso isolado do Cytotec(R (misoprostol ou associado a outro meio abortivo. Os resultados indicam que, na população estudada, a indução do aborto é prática comum entre jovens, solteiras (ou que vivem sem um parceiro estável, de baixa paridade, com escolaridade incipiente e não-usuárias de métodos contraceptivos. Recomenda-se a realização de estudos que investiguem os conhecimentos relacionados a percepções, conceitos culturais do aborto, e às razões por que mulheres pobres fracassam na adoção de métodos de planejamento familiar.

  15. Assessment of pelvic floor by three-dimensional-ultrasound in primiparous women according to delivery mode: initial experience from a single reference service in Brazil Avaliação do assoalho pélvico por meio da ultrassonografia tridimensional de mulheres primíparas de acordo com o tipo de parto: experiência inicial de um centro de referência do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edward Araujo Júnior

    2013-03-01

    Full Text Available PURPOSE: To evaluate changes to the pelvic floor of primiparous women with different delivery modes, using three-dimensional ultrasound. METHODS: A prospective cross-sectional study on 35 primiparae divided into groups according to the delivery mode: elective cesarean delivery (n=10, vaginal delivery (n=16, and forceps delivery (n=9. Three-dimensional ultrasound on the pelvic floor was performed on the second postpartum day with the patient in a resting position. A convex volumetric transducer (RAB4-8L was used, in contact with the large labia, with the patient in the gynecological position. Biometric measurements of the urogenital hiatus were taken in the axial plane on images in the rendering mode, in order to assess the area, anteroposterior and transverse diameters, average thickness, and avulsion of the levator ani muscle. Differences between groups were evaluated by determining the mean differences and their respective 95% confidence intervals. The proportions of levator ani muscle avulsion were compared between elective cesarean section and vaginal birth using Fisher's exact test. RESULTS: The mean areas of the urogenital hiatus in the cases of vaginal and forceps deliveries were 17.0 and 20.1 cm², respectively, versus 12.4 cm² in the Control Group (elective cesarean. Avulsion of the levator ani muscle was observed in women who underwent vaginal delivery (3/25, however there was no statistically significant difference between cesarean section and vaginal delivery groups (p=0.5. CONCLUSION: Transperineal three-dimensional ultrasound was useful for assessing the pelvic floor of primiparous women, by allowing pelvic morphological changes to be differentiated according to the delivery mode.OBJETIVO: Avaliar as mudanças no assoalho pélvico de mulheres primíparas em diversos tipos de partos por meio da ultrassonografia tridimensional. MÉTODOS: Estudo de corte transversal prospectivo com 35 primigestas, divididas em grupos com relação ao

  16. Planejamento familiar: a autonomia das mulheres sob questão

    OpenAIRE

    Costa,Ana Maria; Guilhem,Dirce; Silver,Lynn Dee

    2006-01-01

    OBJETIVOS: verificar as condições de acesso das mulheres às atividades de atenção e aos métodos contraceptivos no Brasil. MÉTODOS: inquérito exploratório por questionário auto-aplicado em amostra de municípios, probabilística, aleatória e estratificada por região geográfica e por dimensão populacional. RESULTADOS: os resultados, obtidos por aplicação de fatores de expansão da amostra, abrangem 5507 municípios. Destaca-se a elevada priorização do planejamento familiar associado à região geográ...

  17. A avaliação da rede venosa pela enfermagem em mulheres com câncer ginecológico durante o tratamento quimioterápico Evaluación de la red venosa por la enfermería en mujeres con cáncer ginecológico durante el tratamiento de quimioterapia Venous network assessment by nursing in women with gynecological cancer during chemotherapy treatment

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiane Regina Soares

    2012-06-01

    Full Text Available Estudo de abordagem exploratória e descritiva que teve como objetivos: avaliar a rede venosa das mulheres com câncer cérvico uterino, no início e ao final do tratamento quimioterápico; analisar a ocorrência de flebite provocada pelas drogas utilizadas nos protocolos de quimioterapia neoadjuvante e adjuvante e relacionar os tipos de veia com os dispositivos mais utilizados, tempo de permanência e intercorrências. Utilizou-se um instrumento de avaliação da rede venosa para os membros superiores. Foram incluídas 20 mulheres atendidas em um hospital de ensino do interior do Estado de São Paulo. A avaliação da rede venosa demonstrou poucas alterações, e a intercorrência mais frequente foi o hematoma (60%. Os resultados deste estudo apontam para aspectos da prática de enfermagem relacionados à administração de quimioterápicos e ressaltam a necessidade de elaborar e implantar protocolos para o cuidado.Este estudio exploratorio y descriptivo tuvo como objetivos evaluar la red venosa de las mujeres con cáncer de cuello uterino en el comienzo y el final del tratamiento quimioterápico, analizar la ocurrencia de flebitis causada por los fármacos utilizados en los protocolos de quimioterapia neo adyuvante y adyuvante, y relacionar los tipos de venas con los dispositivos más utilizados, tiempo de permanencia y complicaciones. Se utilizó un instrumento para evaluar la red venosa de los miembros superiores. Participaron 20 mujeres tratadas en un hospital de enseñanza en el interior del estado de São Paulo. La evaluación de la red venosa mostró pocas alteraciones y la complicación más frecuente fue el hematoma (60%. Los resultados del estudio apuntan aspectos de la práctica de enfermería relacionados a la administración de agentes quimioterápicos y señalan la necesidad de desarrollar e implementar protocolos de atención.This descriptive and exploratory study aimed to evaluate the venous network of women with cervical

  18. Mulheres na informática: quais foram as pioneiras?

    OpenAIRE

    Schwartz,Juliana; Casagrande,Lindamir Salete; Leszczynski,Sonia Ana Charchut; Carvalho,Marilia Gomes de

    2006-01-01

    É importante mostrar que as mulheres tiveram papel imprescindível no desenvolvimento da área de software, para, deste modo, estimular as mulheres para a informática. Assim, o objetivo deste artigo é fornecer modelos femininos na área de informática, apresentando mulheres pioneiras que tiveram importante participação no desenvolvimento da computação. Sendo a informática uma ciência, a relação entre mulher e ciência é brevemente analisada, fornecendo um embasamento teórico dos motivos que levam...

  19. Influência da dor no controle postural de mulheres com dor cervical

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Soares

    2013-03-01

    Full Text Available DOI: http://dx.doi.org/10.5007/1980-0037.2013v15n3p371 O objetivo foi verificar a influência da dor no controle postural de mulheres com dor cervicale a relação com as possíveis alterações nos sistemas sensoriais e postura corporal.O grupo dor cervical foi composto por mulheres, entre 20 e 50 anos, com dor cervicalpor mais de três meses e o grupo controle por 20 mulheres sem dor cervical. Para caracterização, utilizaram-se anamnese, índice de incapacidade cervical e Escala Visual Analógica. O equilíbrio postural foi avaliado por uma plataformade força. O equilíbrio com manipulação dos sistemas sensoriais foi avaliado pela posturografia dinâmica Foam-laser, expondo o indivíduo a seis testes de organização sensorial. A postura foi avaliada pelo Software de Avaliação Postural. Normalidade das variáveis verificada pelo teste de Shapiro Wilk etestes t de Student e Mann Whitney para comparação entre grupos, nível de significânciade 5%. Os grupos apresentaram homogeneidade nas variáveis demográficas. No equilíbrio postural, observou-se maior amplitude e velocidade de deslocamento do centro de pressão no grupo dor cervical, demonstrando maior oscilação postural. Houve diferença significativa no ângulo crâniovertebral, mostrando anteriorização da cabeça nas mulheres sintomáticas. Na posturografia dinâmica,observou-se diferença entre os grupos sendo que o escore obtido nas seiscondições sensoriais demonstrou que o grupo dor cervical apresentou maior comprometimento do equilíbrio. Dor cervical e postura anteriorizada da cabeçatêm efeito deletério no controle postural de mulheres sintomáticas, tanto na postura estática quanto na postura dinâmica.

  20. Voz da natureza e da mulher na Resex de Canavieiras-Bahia-Brasil: sustentabilidade ambiental e de gênero na perspectiva do ecofeminismo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jhader Cerqueira do Carmo Carmo

    2016-05-01

    sociais entre homens e mulheres. Do ponto de vista do ecofeminismo, visou-se estabelecer uma análise da figura da mulher e da natureza na Reserva Extrativista de Canavieiras - BA, tomandose por base experiências de natureza etno-metodológica. De acordo com os levantamentos realizados, a unidade de conservação estudada possui grande tendência à insustentabilidade seja na performance de suas atividades extrativistas junto à natureza, seja no tratamento com as mulheres, isto é, ao ‘silenciamento’. Todavia, analisa-se, também, a maneira peculiar como esta situação tem sido transcendida, por meio do empoderamento feminino das extrativistas da reserva em consonância com a extensão da universidade

  1. Mulheres com síndrome dos ovários policísticos apresentam maior frequência de síndrome metabólica independentemente do índice de massa corpóreo

    OpenAIRE

    Melo,Anderson Sanches; Macedo,Carolina Sales Vieira; Romano,Lucas Gabriel Maltoni; Ferriani,Rui Alberto; Navarro,Paula Andrea de Albuquerque Salles

    2012-01-01

    OBJETIVO: Avaliar a prevalência de síndrome metabólica e dos seus critérios definidores em mulheres com síndrome dos ovários policísticos do Sudeste brasileiro, estratificadas de acordo com o índice de massa corpóreo e comparadas com controles ovulatórias. MÉTODOS: Estudo transversal, realizado com 332 mulheres em idade reprodutiva, que foram divididas em dois grupo: Controle, constituído por 186 mulheres com ciclos menstruais regulares, sintomas ovulatórios e sem diagnóstico de síndrome dos ...

  2. Critérios utilizados na seleção de parceiras amorosas em relacionamentos de curto e longo prazo entre mulheres de orientação homossexual em idade reprodutiva

    OpenAIRE

    CORRÊA, Hellen Vivianni Veloso

    2011-01-01

    Diferentes critérios utilizados para a escolha de parceiros entre homens e mulheres têm sido identificados. Essa diferença, provavelmente, origina-se pelos diferentes graus de investimento parental entre gêneros. Mulheres parecem ter predisposição a selecionar parceiros com características de investimento emocional, material e com bons indicativos de saúde. Já homens podem utilizar os mesmos critérios que as mulheres, porém dão mais importância que estas à aparência física e juventude. Em rel...

  3. Vértigo y ficción, una historia contada con imágenes. Noticieros de televisión en Colombia 1954-1970

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana María Carrillo

    2006-01-01

    Full Text Available Este documento recoge la historia de los noticieros de televisión en Colombia desde varias ópticas: por un lado la herencia del cine y otros medios en cuanto a tecnología, formatos y personal y por otro, la influencia de nuevas tecnologías en las rutinas y el cambio del concepto de noticia. Se muestra cómo la primera etapa de la televisión es de experimentación, y la profesión del periodista televisivo se desarrolla mediante el quehacer periodístico, ya que las escuelas y facultades de periodismo empiezan a abrirse en la década de los sesenta. Se concluye que la tecnología juega un papel fundamental en la forma como se narran los acontecimientos y el concepto de noticia en cada momento histórico que aquí se recoge.

  4. Amar por cartas - este inferno de amara

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Matildes Demetrio dos Santos

    1999-10-01

    Full Text Available Este trabalho tem por objetivo estudar o amor nas Folhas caídas e nas Cartas de amor à Viscondessa da Luz, de Almeida Garrett.Seus poemas cheios de erotismo e sensua lidade, inspirados numa mulher casada, Rosa Montúrar Infante, escandalizaram a sociedade portuguesado sécu lo XIX. Suas cartas de amor, em segredo, criavam uma ficção de características místicas.

  5. Mulheres budistas como líderes e professoras Buddhist women as leaders and teachers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rita M. Gross

    2005-08-01

    Full Text Available No budismo, o papel do professor de dharma (religioso é a função mais prestigiosa, e o professor de dharma tem mais autoridade do que qualquer outro líder. Apesar de os ensinamentos budistas não conterem nenhuma doutrina que limite essa função ao homem, na prática, em toda a história budista, foram pouquíssimas as mulheres que se tornaram conhecidas como professoras de dharma. Algumas pessoas acham que essas práticas não prejudicam as mulheres, porque estas podem, ainda assim, receber os ensinamentos, fazer as práticas mais avançadas e obter altos níveis de esclarecimento espiritual. Contudo, eu afirmo que o fato de não haver professoras de dharma reconhecidas foi nocivo seja para as mulheres budistas, seja para o próprio budismo. Isso tem a ver com o legado das comunidades de monjas em muitas partes do mundo budista, com os baixos padrões de educação para as mulheres, com o fraco prestígio de que gozam as praticantes mulheres, com a falta de modelos para as mulheres e com a perda da sabedoria feminina na herança do pensamento budista. Até que as professoras de dharma não forem amplamente reconhecidas e honradas, o budismo continuará sendo perseguido por seu passado patriarcal, com o prejuízo de todos.In Buddhism, the role of the dharma (religious teacher is the most prestigious role, and dharma teachers have more authority that any other leaders. Though the Buddhist teachings contain no doctrines that limit this role to men, in practice throughout Buddhist history, very few women have been publicly acknowledged as dharma teachers. Some people claim that this practice does not harm women because women can, nevertheless, receive teachings, do advanced practices, and attain high states of spiritual realization. However, I claim that the practice of not recognizing women as dharma teachers has been very harmful both to Buddhist women and to Buddhism itself. It has lead to the demise of the nuns' community in many parts of

  6. Deficiência de ferro na mulher adulta The iron deficiency in adult woman

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lilian P. Rodrigues

    2010-06-01

    Full Text Available A anemia ferropriva é a doença nutricional de maior prevalência no mundo, atingindo 20% a 30% da população. As mulheres, gestantes ou não, fazem parte dos grupos considerados vulneráveis. Entre as possíveis causas da anemia por deficiência de ferro, as perdas sanguíneas menstruais constituem o principal fator de anemia ferropriva da mulher adulta. A proposta deste estudo é rever as causas da anemia na mulher adulta, principalmente decorrente de sangramentos uterinos, assim como o diagnóstico e adoção de medidas preventivas.Iron-deficiency anemia is the most common nutritional disease in the world, affecting from 20 to 30% of the population. Women, both pregnant and otherwise, are included as groups considered vulnerable. Among the possible causes of iron-deficiency anemia, menstruation blood loss is the main cause of iron-deficiency anemia in adult women. The purpose of this study was to review the causes of anemia in adult women, in particular in relation to uterine blood loss including the diagnosis and the adoption of preventive measures.

  7. Necessidades de cuidados de mulheres infectadas pelo papilomavírus humano: uma abordagem compreensiva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Elisa Wotzasek Cestari

    2012-10-01

    Full Text Available Pesquisa fundamentada na fenomenologia de Martin Heidegger que objetivou compreender as necessidades de cuidados das mulheres infectadas pelo Papilomavírus Humanos. Participaram catorze mulheres que haviam recebido o diagnóstico dessa infecção. As questões norteadoras foram: como é, para você, estar com este diagnóstico? Conte-me sua experiência, desde que soube do diagnóstico até hoje. Como está sendo a assistência que você tem recebido? O desvelamento do tema - buscando o cuidado como solicitude - mostrou a importância do suporte dos familiares e de amigos. A presença da infecção como motivo de conflitos e separação conjugal foi outro aspecto ressaltado. Os depoimentos deixam em evidência a resignação após a tentativa frustrada de busca por informações precisas e esclarecedoras para a tomada de decisões assertivas. As ações de saúde à mulher infectada necessitam ultrapassar os modelos tradicionais de cuidado, incluindo ações de promoção e prevenção à saúde, com profissionais capacitados, sensíveis à dimensão subjetiva.

  8. A representação audiovisual das mulheres migradas The audiovisual representation of migrant women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Pontes

    2012-12-01

    Full Text Available Neste artigo analiso as representações sobre as mulheres migradas nos fundos audiovisuais de algumas entidades que trabalham com gênero e imigração em Barcelona. Por haver detectado nos audiovisuais analisados uma associação recorrente das mulheres migradas à pobreza, à criminalidade, à ignorância, à maternidade obrigatória e numerosa, à prostituição etc., busquei entender como tais representações tomam forma, estudando os elementos narrativos, estilísticos, visuais e verbais através dos quais se articulam essas imagens e discursos sobre as mulheres migradas.In this paper I analyze the representations of the migrant women at the audiovisual founds in some of the organizations that work with gender and immigration in Barcelona. At the audiovisuals I have found a recurring association of the migrant women with poverty, criminality, ignorance, passivity, undocumentation, gender violence, compulsory and numerous motherhood, prostitution, etc. Thus, I tried to understand the ways in which these representations are shaped, studying the narrative, stylistic, visual and verbal elements through which these images and discourses of the migrant women are articulated.

  9. MULHER, UMA CONSTRUÇÃO SOCIAL: REPRESENTAÇÕES, ESTEREÓTIPOS E IMAGENS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosana Rocha Siqueira

    2014-06-01

    Full Text Available O presente artigo tem como objetivo uma revisita a referenciais bibliográficos a partir dos quais foi possível refletir sobre a construção de estereótipos relacionados à imagem feminina no século XX partindo-se do conceito de representação proposto por Moscovici (2003. Pretende-se na convergência destas duas categorias (representação e imagem apresentar olhares sobre a construção de alguns estereótipos relacionados às mulheres, uma vez que diversas instituições inclusive o próprio movimento feminista em suas variadas vertentes também preocuparam-se em “criar” representações das mulheres. Algumas discussões presentes neste artigo fizeram parte do conteúdo da disciplina “Seminários avançados sobre produtos, processos e discursos midiáticos” ofertada pelo Núcleo de Pós-Graduação da Universidade Federal de Sergipe. Desta forma pode-se refletir sobre os variados recortes imagéticos dos quais as instituições e as próprias mulheres utilizaram-se para compor novas representações.

  10. Aborto provocado e violência doméstica entre mulheres atendidas em uma maternidade pública de Salvador-BA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Normélia Maria Freire Diniz

    2011-12-01

    Full Text Available Estudo quantitativo, com o objetivo de estudar a violência doméstica em mulheres em situação de aborto provocado. Foram entrevistas 147 mulheres internadas por aborto provocado numa maternidade pública, na cidade de Salvador-BA. Os sujeitos foram, na maioria, mulheres jovens, negras, com baixa escolaridade, dependentes economicamente dos cônjuges, que vivenciam violência psicológica, física e sexual cometida pelos cônjuges. Quase metade das mulheres vivenciou violência doméstica durante a gravidez atual, sendo este o motivo do aborto para 67% delas. Conclui-se que existe uma associação entre a vivência de violência doméstica e o aborto provocado. Isso repercute na saúde mental das mulheres, que desenvolvem sintomas do transtorno de estresse pós-traumático. Necessita-se, portanto, de um olhar por parte dos profissionais de saúde de modo a identificar a violência doméstica enquanto agravo e associá-la ao aborto provocado, o que requer transformação no modelo de formação, incorporando a violência doméstica como objeto da saúde.

  11. ALTERAÇÕES CITOLÓGICAS ASSOCIADAS A INFECÇÃO PELO PAPILOMAVIRUS HUMANO EM MULHERES ATENDIDAS EM UM HOSPITAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Emilly de Oliveira Silva

    2016-01-01

    Full Text Available O Papilomavírus Humano (HPV é atualmente a principal causa de virose sexualmente transmissível, sendo sua principal consequência o câncer de colo de útero. Neste contexto, este estudo teve como objetivo avaliar as alterações citológicas em mulheres atendidas em um hospital. Tratou-se de uma pesquisa do tipo quantitativa, de caráter documental, composta por 198 mulheres que apresentaram lesão devido à infecção pelo HPV e atendidas no Hospital Alpheu de Quadros. Os dados foram coletados por meio de registros arquivados no computador do hospital. Das mulheres infectadas pelo HPV, 66,7% tinham entre 20 e 39 anos e das que relataram sua iniciação sexual 61,6% tinham entre 16 e 20 anos. A maioria dessas mulheres foi diagnosticada com lesão intraepitelial de alto grau (HSIL seja na citologia ou na biópsia. O resultado pós Cirurgia de Alta Frequência apresentou-se positivo, pois houve diminuição de HSIL das mulheres. Ações de saúde pública podem prevenir a incidência e mortalidade pelo câncer de colo de útero quase que totalmente, desde que o planejamento destas ações esteja em concordância com o conhecimento científico atual.

  12. Implicações da mastectomia na sexualidade e imagem corporal da mulher e resposta da enfermagem perioperatória Implicaciones de la mastectomía en la sexualidad y en la imagen corporal de la mujer y la respuesta por parte de la enfermería perioperatoria Implications of mastectomy for women’s sexuality and body image and the response of perioperative nurses

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia da Assunção Fonseca Moniz

    2011-12-01

    Full Text Available Para a maioria das mulheres o cancro da mama e a sua frequente amputação fomenta o desenvolvimento de consequências negativas na sua imagem corporal e, por conseguinte, na sua sexualidade. A mama está intimamente relacionada com a identidade feminina, a maturidade, a sexualidade e a maternidade, pelo que o impacto da mastectomia nas mulheres parece ser evidente, emergindo desafios para a enfermagem perioperatória. Neste sentido, elaboramos este artigo cujo principal objetivo foi integrar e analisar dados de estudos realizados, contribuindo para uma melhor compreensão da conjuntura atual e promovendo a crescente qualidade dos cuidados prestados. Para o efeito, a pesquisa foi realizada nas seguintes bases de dados: Medline com interface de pesquisa público PubMed, Cochrane Database of Sistematic Reviews, Reportório Científico de Acesso Aberto em Portugal e Cinahl; foram selecionados 6 estudos de acordo com os critérios de inclusão e exclusão definidos. Os resultados dos estudos analisados demonstram que a depreciação da imagem corporal está diretamente relacionada com a vivência da sexualidade, sendo que quanto mais mutilante for a cirurgia, maior será a depreciação da imagem corporal. Neste contexto as intervenções de enfermagem, particularmente de caráter informativo, são de extrema importância, pois facilitam os processos adaptativos.Para la mayoría de las mujeres, el cáncer de mama y su frecuente amputación conllevan al desarrollo de consecuencias negativas sobre su imagen corporal y, por consiguiente, en su sexualidad. La mama está íntimamente relacionada a la identidad femenina, a la madurez, a la sexualidad y a la maternidad, por lo que el impacto de la mastectomía en las mujeres parece ser evidente, lo cual induce desafíos para la enfermería perioperatoria. En este sentido, elaboramos este artículo cuyo principal objetivo fue integrar y analizar datos de estudios realizados, contribuyendo así a una mejor

  13. As necessidades de informação de mulheres mastectomizadas subsidiando a assistência de enfermagem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Regiane Aparecia dos Santos Barreto

    2008-03-01

    Full Text Available A mastectomia é um procedimento cirúrgico agressivo acompanhado de conseqüências traumatizantes nas experiências de vida e saúde da mulher, portanto a assistência de enfermagem no período perioperatório é fundamental. Para tanto esse estudo objetiva: verificar junto às mulheres quais as informações que gostariam de receber no pré-operatório de mastectomia, levantar as necessidades de informações no pós-operatório e contribuir com a elaboração de um protocolo de assistência de enfermagem perioperatória à mulher mastectomizada. Pesquisa qualitativa realizada por meio de entrevistas gravadas, norteadas por questões abertas com 16 mulheres atendidas em ambulatório de um hospital público em Goiânia-GO, no primeiro semestre de 2006. Os dados foram submetidos a análise. As respostas foram categorizadas em 2 classes de necessidades: a pré e a pós-operatória, e 5 subcategorias: no pré-operatório: ser operada; sentindo o tratamento; o câncer em mim; o adaptar-se a nova vida; estar internada; no pós-operatório: meu pós-operatório; voltando a rotina, aparência e cuidados; continuando o tratamento; prevenindo as complicações. Todas as dúvidas trazidas pelas mulheres foram pertinentes ao tratamento, à cirurgia e à internação, cabendo à enfermagem e aos demais membros da equipe de saúde, uma assistência focalizada na cliente e em suas necessidades, contribuindo para a qualidade do tratamento.

  14. Previdencia social e mulher no contexto brasileiro

    OpenAIRE

    Jane Marchi Madureira

    2004-01-01

    Resumo:O presente estudo busca entender melhor algumas das dimensões envolvidas no tema "condição feminina no âmbito da reforma previdenciária dos anos 90', tendo como cenário as perspectivas do mercado de trabalho como definidor da possibilidade de acesso do trabalhador à previdência social. Além de fomecer elementos estatísticos para enfrentar a escassez de dados, que tão freqüentemente fragiliza os argumentos, a dissertação pode contribuir com o debate sobre a situação da mulher no âmbito ...

  15. Corpos de mulheres em (re)vista

    OpenAIRE

    Freitas, Patricia de

    2005-01-01

    Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em História. Através da análise de artigos que circularam na Revista de Ginecologia e d' Obstetrícia entre os anos de 1907-1978, foi possível observar como um grupo de médicos representou experiências exclusivamente femininas, como a menopausa, além de apreender a construção de dois campos de conhecimento sobre a mulher na medicina no Brasil. Os artigos apresentados ...

  16. Mulheres na Expansão Colonial Portuguesa

    OpenAIRE

    Manso, Maria de Deus; Sarmento, Clara; Abraham Levi, Joseph

    2014-01-01

    Com base na produção epistolar e diarística de duas mulheres portugueses que viveram no Império Português, tentaremos recuperar a memória de um passado colonial e, particularmente, observar o papel nele desempenhado pela mulher.

  17. Mulheres em cooperativas rurais virtuais: reflexões sobre gênero e subjetividade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giovana Ilka Jacinto Salvaro

    Full Text Available Este artigo busca apresentar uma reflexão sobre gênero e subjetividade, a partir da participação de mulheres em cooperativas rurais virtuais localizadas em municípios da região sul de Santa Catarina. Conforme define a literatura estudada, tal modelo de cooperativa se diferencia do modelo tradicional, pois, entre outros aspectos, não possui sede fixa, reúne um grupo de 20 a 30 agricultores e movimenta uma grande variedade de produtos em pequenas quantidades. Trata-se de uma análise ampliada com base em dados coletados em pesquisa desenvolvida no período de 2011-2012 (PIBIC-UNESC/CNPq. A pesquisa foi qualitativa e os dados foram obtidos por meio da entrevista semiestruturada. Foram entrevistadas dez mulheres, com idades entre 36 e 54 anos, participantes de três cooperativas. As entrevistas foram gravadas, transcritas e analisadas de acordo com procedimentos da análise de conteúdo. Os resultados e discussão apresentam o processo de formação das cooperativas, a participação e os produtos comercializados pelas cooperadas; além de discorrer sobre a participação de mulheres em cooperativas rurais virtuais, a visibilidade social e o reconhecimento do trabalho feminino. Em grande medida, foi possível verificar que a participação de mulheres em cooperativas possibilitou benefícios não apenas financeiros, pela comercialização da produção, mas também reconhecimento social e subjetivo.

  18. Violência contra a mulher: percepção dos médicos das unidades básicas de saúde da cidade de Ribeirão Preto, São Paulo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Garbelini De Ferrante

    2009-12-01

    Full Text Available Violência contra a mulher é um fenômeno complexo e altamente prevalente, considerado problema de saúde pública. Comumente, as mulheres afetadas buscam serviços de saúde para tratar sintomas associados. Este estudo, de abordagem qualitativa, teve por objetivo verificar a percepção dos médicos das unidades básicas de saúde de Ribeirão Preto-SP sobre violência contra a mulher perpetrada por parceiro íntimo. Os dados foram levantados por meio de entrevistas com 14 médicos ginecologistas-obstetras e clínicos gerais. A análise de conteúdo permitiu definir os seguintes temas: conhecimento sobre tipos e gravidade de violência, percepções acerca de quem é a mulher acometida, prática médica frente à situação de violência, possibilidades de intervenções e barreiras de acesso ao serviço. Os médicos, por se sentirem despreparados para abordar o tema, o enfrentam com muitos preconceitos de classe social e gênero, transferindo a responsabilidade, por eventuais falhas no atendimento, aos "outros": os serviços, a rede e as mulheres.

  19. Violência contra a mulher: percepção dos médicos das unidades básicas de saúde da cidade de Ribeirão Preto, São Paulo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Garbelini De Ferrante

    Full Text Available Violência contra a mulher é um fenômeno complexo e altamente prevalente, considerado problema de saúde pública. Comumente, as mulheres afetadas buscam serviços de saúde para tratar sintomas associados. Este estudo, de abordagem qualitativa, teve por objetivo verificar a percepção dos médicos das unidades básicas de saúde de Ribeirão Preto-SP sobre violência contra a mulher perpetrada por parceiro íntimo. Os dados foram levantados por meio de entrevistas com 14 médicos ginecologistas-obstetras e clínicos gerais. A análise de conteúdo permitiu definir os seguintes temas: conhecimento sobre tipos e gravidade de violência, percepções acerca de quem é a mulher acometida, prática médica frente à situação de violência, possibilidades de intervenções e barreiras de acesso ao serviço. Os médicos, por se sentirem despreparados para abordar o tema, o enfrentam com muitos preconceitos de classe social e gênero, transferindo a responsabilidade, por eventuais falhas no atendimento, aos "outros": os serviços, a rede e as mulheres.

  20. Conhecimento de mulheres sobre câncer de mama e de colo do útero

    OpenAIRE

    Silva,Nancy Capretz Batista da; Franco,Maria Aparecida Paiva; Marques,Susi Lippi

    2005-01-01

    No Brasil, a incidência do câncer de mama e do colo do útero está altamente relacionada à falta de informação. É importante avaliar o conhecimento da população feminina sobre o assunto e, a partir disso, estabelecer estratégias para a diminuição das ocorrências. Assim, este trabalho visou avaliar o conhecimento de 294 mulheres- funcionárias de hospital, escolas e professoras- com idade entre 20 e 57 anos, sobre este tema, por meio de teste objetivo e questionário. Os dados revelaram que embor...

  1. Identidade e subjetividade: uma reflexão sobre o que é ser mulher

    OpenAIRE

    Menezes, Tayana Dias

    2016-01-01

    Através de uma análise sóciopragmática do discurso, observo como a identidade da mulher é (re)construída pelas revistas que são direcionadas para o público feminino. O corpus da pesquisa foi composto pelas revistas Claudia, Gloss, ambas do ano de 2009 e 2010. A pesquisa trabalha com o conceito de identidade não como essência ou um fato da natureza, mas como construções sociais compostas por elementos diversos ou atributos emergentes da interação social entre o sujeito e o mundo, incluem dimen...

  2. A MULHER E A SOCIEDADE NO ROMANCE JUBIABÁ DE JORGE AMADO

    OpenAIRE

    Maíra Cordeiro Santos; Ilane Cavalcante

    2016-01-01

    O presente trabalho versará sobre as várias representações da mulher no romance Jubiabá, de Jorge Amado (1976), cujo enredo se insere na sociedade do início do século XX na Bahia. Por meio de uma análise bibliográfica de autores como Perrot (1991; 2005), Buriti (2004), Stearn (2007), Carneiro (2000), Foucault (1986), dentre outros, busca-se entender como são representados os papeis sociais femininos inseridos dentro de uma sociedade marcadamente patriarcalista. A partir de diferentes personag...

  3. A Psicologia na área rural: os assentamentos da reforma agrária e as mulheres assentadas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gislayne Cristina Figueiredo Vasquez

    Full Text Available Este trabalho é um relato de intervenção realizada pela autora quando técnica da Fundação ITESP (Fundação Instituto de Terras do Estado de São Paulo, com grupos de mulheres assentadas de São Paulo. Durante o período de um ano e meio, foram realizadas reuniões de grupo semanais, abertas, com duração de aproximadamente duas horas cada. Essas intervenções se orientaram pelos pressupostos teóricos de Pichon-Rivière e de Bleger sobre o trabalho com grupos bem como por uma técnica denominada “clube dos saberes”, utilizados por terapeutas brasileiros no trabalho com pacientes psicóticos. Os grupos possibilitaram a discussão das questões de gênero nos assentamentos e tiveram como resultado um aumento na auto-estima, na autonomia e na capacidade organizativa dessas mulheres. Por outro lado, o trabalho foi dificultado, entre outros fatores, pelo desconhecimento da população rural acerca do que é Psicologia. O artigo termina tecendo considerações acerca do papel da Psicologia na área rural bem como evidencia a necessidade de nos voltarmos para o homem e a mulher do campo e para sua subjetividade.

  4. Violência contra mulheres rurais: gênero e ações de saúde

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marta Cocco da Costa

    2015-03-01

    Full Text Available Objetivo: Analisar, a partir da categoria analítica de gênero, as dimensões que a violência contra mulheres rurais assume nas concepções de gestores, profissionais e trabalhadores da saúde de municípios da metade sul do Rio Grande do Sul. Métodos: Estudo qualitativo, realizado com 56 participantes, constituídos de gestores municipais, profissionais e trabalhadores da saúde que atuam em áreas rurais. A geração de dados ocorreu por entrevista semiestruturada. Foi utilizada análise de conteúdo temática. Resultados: Observou-se o poder e a autoridade do homem como provedor e chefe da casa. A mulher rural é vista sob a ótica da relação de serviço, subordinação e obediência. A presença dos preconceitos e das desigualdades concretas de gênero estimula as práticas discriminatórias, justifica a violência doméstica e limita os direitos das mulheres. Conclusão: Conclui-se que para a maioria dos entrevistados a violência contra as mulheres rurais é naturalizada, tornando-se uma problemática de difícil inserção no campo da saúde.

  5. Violência conjugal: problematizando a opressão das mulheres vitimizadas sob olhar de gênero

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edméia de Almeida Cardoso Coelho

    2007-08-01

    Full Text Available Estudo realizado com a finalidade de ampliar a compreensão da violência conjugal, no qual buscou-se compreender o significado do fenômeno para as mulheres que a sofrem. A produção do material qualitativo da investigação foi conseguida por meio de entrevistas realizadas com mulheres em situação de violência e de denúncia na Delegacia da Mulher em de João Pessoa-PB, no ano de 2006, cujos discursos foram analisados segundo a perspectiva de Fiorin8. A análise dos discursos evidenciou que a violência conjugal é um modo de manifestação da assimetria de poder presente nas relações de gênero; que há o reconhecimento das mulheres do poder masculino sobre elas, refletido pelo temor e pela subordinação na relação conjugal em que ocorre a violência e que esse domínio corresponde a uma espécie de tutela construída e legitimada pela cultura patriarcal e machista, necessária, no pressuposto do idealismo positivista da ideologia dominante, para administrar os excessos de paixões que fariam parte da imperfeição da natureza feminina.

  6. O perfil da mulher portadora de HIV/AIDS e sua adesão à terapêutica antirretroviral

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gabriela Felix

    2012-08-01

    Full Text Available Esse trabalho teve como objetivos caracterizar o perfil sociodemográfico e clínico, os comportamentos em saúde, crenças e atitudes sobre a doença e o tratamento de mulheres com HIV/AIDS atendidas no serviço ambulatorial de um hospital universitário do interior de São Paulo, bem como identificar fatores que interferem na adesão à terapêutica antirretroviral. Os sujeitos do estudo foram 60 mulheres acompanhadas no serviço. Os dados foram colhidos por meio de entrevista semiestruturada. As mulheres tinham idade média de 39,8 (desvio padrão 9,1 anos, baixa escolaridade, condições socioeconômicas insatisfatórias e mantinham relacionamento estável. A relação heterossexual foi a forma mais frequente de infecção; 55% das mulheres já abandonaram o tratamento e alegavam como principais motivos os esquemas terapêuticos impostos, os efeitos colaterais dos antirretrovirais, o enfrentamento psicológico da doença e o pesar iminente da morte; 35% delas não atingiram critérios de adesão considerando-se o uso de 95% da terapêutica antirretroviral prescrita.

  7. Mulher: uma “classe desprivilegiada em alta conta”

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isabelle Anchieta

    2011-12-01

    Full Text Available Dos grupos desprivilegiados, a mulher ocupa uma posição no mínimo curiosa. Ao contrário dos demais, como os negros e homossexuais, ela é exaltada socialmente pela maternidade, beleza, divindade e virtude. Símbolo da liberdade e da igualdade na Europa, na América e na Ásia, ela está simultaneamente à margem de posições sociais de prestígio na vida política, no trabalho e na família, há mais de vinte séculos. Será que o poder feminino foi ou ainda é apenas simbólico? Mas, se as imagens e os símbolos são fundamentais ao poder, por que, no caso feminino, há uma separação entre a vida real e a vida simbólica? Para responder a essas questões, será aqui feita uma análise comparativa entre dois sociólogos: o canadense Erving Goffman, na obra L’arrangement des sexes (sem tradução para o português, publicada em 1977, e o francês Pierre Bourdieu, com a obra A dominação masculina, de 1998, além do diálogo com estudos feministas e historiadores do gênero.

  8. A experiência estatal brasileira no atendimento a homens autores de violência doméstica e familiar contra a mulher

    OpenAIRE

    Oliveira, Anderson Eduardo

    2012-01-01

    Flagrantes de violência contra mulheres, seja ela física, psicológica, sexual, patrimonial ou moral ainda são comumente observados na contemporaneidade, expressão da ideologia patriarcal arraigada em nossa estrutura social, constituindo, o seu enfrentamento, uma das principais pautas da agenda feminista. Segundo dados oficiais da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, no Brasil, 70% desses crimes acontecem no ambiente doméstico, sendo praticados por seus maridos ...

  9. Efeitos da intervenção Hatha-Yoga nos níveis de estresse e ansiedade em mulheres mastectomizadas

    OpenAIRE

    Bernardi, Marina Lima Daleprane; Amorim, Maria Helena Costa; Zandonade, Eliana; Santaella, Danilo Forghieri; Barbosa, Juliana de Assis Novais

    2013-01-01

    O objetivo deste artigo é avaliar os efeitos da Hatha-Yoga nos níveis de estresse e ansiedade de mulheres mastectomizadas, bem como examinar a relação destes níveis com as variáveis: idade, estado civil, religião, escolaridade, profissão, tabagismo, etilismo, estadiamento da doença e fase de tratamento. Trata-se de um ensaio clínico aleatorizado controlado cuja amostra foi constituída por 45 mulheres mastectomizadas atendidas no Ambulatório Ilza Bianco do Hospital Santa Rita de Cássia, Espíri...

  10. O processo de reconstrução da vida das mulheres que sofrem violência doméstica no Recife

    OpenAIRE

    das Chagas Saraiva, Jeiza

    2010-01-01

    Este trabalho objetiva compreender como as mulheres interrompem as situações da violência doméstica, numa perspectiva das relações de gênero, desvendando os caminhos percorridos, a continuidade de suas histórias e resignificados que atribuem as suas vidas. Por meio de entrevistas, com mulheres que interromperam ou tentaram romper este tipo de situação, procurou-se reconstruir a rota que elas trilharam na tentativa de efetivar essa reestruturação. Também buscou identificar as es...

  11. Carcinoma do colo do útero: taxa de sobrevida e fatores prognósticos em mulheres no Estado de Mato Grosso

    OpenAIRE

    Nakagawa,Janete Tomiyoshi; Espinosa,Mariano Martínez; Barbieri,Márcia; Schirmer,Janine

    2011-01-01

    OBJETIVOS: Analisar a taxa de sobrevida de mulheres submetidas ao tratamento de câncer do colo do útero no Estado de Mato Grosso e identificar os fatores prognósticos que mais influenciaram no tempo de sobrevida. MÉTODOS: Estudo tipo coorte, realizado por meio daanálise dos prontuários clínicos, e dados do Sistema de Informação do Colo do Útero, Sistema de Informação sobre Mortalidade, Sistema de Informação Autorização de Procedimentos Alta Complexidade. A população correspondeu a 55 mulheres...

  12. Sintomas climatéricos e fatores associados em mulheres HIV soropositivas = : Menopausal symptoms and associated factors in HIV-positive women

    OpenAIRE

    Jeffrey Frederico Lui Filho

    2013-01-01

    Resumo: Introdução: Com o surgimento da terapia antirretroviral ocorreu significativa queda da mortalidade por doenças relacionadas ao HIV, transformando assim esta infecção em uma doença crônica. Com o envelhecimento, maior sobrevida da população infectada e, também, pelo surgimento de novos casos na faixa etária climatérica, tem havido aumento significativo na prevalência de mulheres portadoras desse vírus em idade mais avançada. Estudos atuais sugerem que estas mulheres experimentam a meno...

  13. Drenagem linfática manual em mulheres submetidas à dermolipectomia de coxas após cirurgia bariátrica

    OpenAIRE

    Arruda, Lilia [UNIFESP

    2015-01-01

    Introdução: A drenagem linfática manual (DLM) tem se estabelecido como parte integrante nos tratamentos do edema linfático após cirurgias plásticas porém com poucas evidências. Objetivo: Avaliar o efeito da drenagem linfática em mulheres submetidas à dermolipectomia de coxas após cirurgia bariátrica. Médotos: Foram selecionadas 20 mulheres, com idade entre 20 e 60 anos, distribuídas aleatoriamente, em 02 grupos com 10 pacientes. As pacientes do grupo estudo realizaram 06 ...

  14. A influência da comorbidade com transtornos alimentares na apresentação de mulheres dependentes de substâncias psicoativas

    OpenAIRE

    Brasiliano,Silvia; Hochgraf,Patricia B.

    2006-01-01

    A associação entre transtornos alimentares e dependência de substâncias é freqüente na prática clínica. Apesar de já existirem dados sugestivos de que essa associação possa sinalizar maior severidade nos distúrbios psiquiátricos e clínicos das pacientes, poucas pesquisas avaliaram sua influência no tratamento. Oitenta mulheres dependentes de álcool e drogas que procuraram tratamento em um programa exclusivo para mulheres foram avaliadas por meio da Entrevista Clínica Estruturada para o DSM-IV...

  15. ANOTAÇÕES SOBRE A AUTO-ORGANIZAÇÃO DAS MULHERES: O EXEMPLO DA VIA CAMPESINA NO BRASIL E DO MST

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claúdia Mazzei Nogueira

    2011-12-01

    Full Text Available Esse texto trata, em especial, da luta por uma divisão sócio-sexual do trabalho mais justa, travada pelas mulheres inseridas nos movimentos sociais presentes no espaço rural, que tem como objetivo a igualdade substantiva. Para tanto, indicamos e analisamos, introdutoriamente, alguns elementos que perfazem a auto-organização das mulheres do MST e Via Campesina no Brasil, que tem como apoio a centralidade do trabalho enquanto fundamento ontológico necessário para a luta da classe trabalhadora contra a “exploração” agroindustrial.

  16. Hipnose e psicologia clínica: retomando a história não contada Hypnosis and clinical psychology: bringing back the untold history

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maurício da Silva Neubern

    2006-01-01

    Full Text Available O presente artigo aponta várias relações entre a psicologia clínica e a hipnose, destacando que boa parte destas permaneceram e ainda se encontram pouco conhecidas da grande maioria dos psicólogos clínicos. Por um lado, visa destacar acontecimentos históricos dessa relação que, apesar da pertinência, foram marginalizados e esquecidos, o que remete, sobretudo, às práticas institucionais vigentes neste ramo da psicologia. Ao mesmo tempo, o artigo busca destacar brevemente que a reflexão sobre a hipnose pode levar a psicologia clínica a reformulações epistemológicas, institucionais e práticas da mais alta relevância, principalmente em termos de colocá-la em sintonia com importantes discussões atuais do panorama científico. Por fim, ressalta que, pelas próprias características da hipnose enquanto tema de reflexão e estudo, ela incita radicalmente a uma tomada de rumo na direção da construção de um conhecimento onde seja possível o auto-conhecimento, rompendo com as tradições modernas do pensamento científico.The present article points out various relations between clinic psychology and hypnosis, highlighting that a great part of both has remained well unknown by the great majority of clinic psychologists. On one hand, this article aims at historical outcomes of this relation, which despite having been put aside and forgotten, takes us back to the institutional practices taking place in this field of psychology. On the other hand, it intends to briefly bring about that the reflection over hypnosis might present clinic psychology with epistemological, institutional and practical reforms of the highest relevance, especially in terms of making hypnosis function in sync with important present discussions on the scientific scenery. Finally, this article states that for its own characteristics as a subject of study and reflection, hypnosis radically incites the building up of some knowledge where self-actualization is made

  17. Experiências de mulheres sem filhos: a mulher singular no plural

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luci Helena Baraldo Mansur

    Full Text Available Este é um estudo exploratório das dimensões atribuídas à não maternidade, baseado na experiência de oito mulheres sem filhos, na faixa entre 40/50 anos. Através da análise qualitativa das narrativas e de um enfoque psicossocial, busca compreender e ultrapassar a abordagem tradicional e estigmatizada da não maternidade e evidencia a complexidade dessa experiência moldada na intersecção entre história, cultura, sociedade, família e personalidade. A não maternidade emerge como uma experiência multifacetada e com significados diversos, não apenas para as diferentes mulheres entrevistadas mas também para cada uma individualmente, em função da perspectiva e do momento em que foi avaliada ao longo do tempo.

  18. O trabalho da mulher e as negociações coletivas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Solange Sanches

    2003-12-01

    Full Text Available MUITOS motivos têm levado a mulher para o mercado de trabalho: a emancipação feminina e a opção por um projeto profissional, o desemprego ou a perda de renda do cônjuge e o crescimento do número de mulheres chefes de famílias. Este ingresso da mulher no mercado de trabalho, no entanto, não tem sido fácil, devido à conjuntura político-econômica dos últimos anos, que tem criado muitas barreiras para todas as pessoas que procuram ocupação. Outras adversidades, porém, agravam ainda mais a situação da participação feminina no mercado de trabalho. Traduzidas em diversas formas de discriminação, revelam-se por meio de baixos salários, ocupação de postos precários, discriminação na contratação e ascensão, desemprego. Para mostrar essa inserção diferenciada da mulher do mercado de trabalho, o Dieese reuniu e analisou os resultados das negociações coletivas no pa��s, de 1996 a 2000, sob o enfoque da questão de gênero. Os resultados mostram o quanto ainda é necessário caminhar para condições mais igualitárias entre os sexos e a importância da negociação coletiva na regulamentação das relações de trabalho.FOR MANY reasons, women go to the labour market: emancipation, leading to professional plans; income loss due to spouse's unemployment or other changes; increases in the number of women heading families. However, it has been an uneasy transition, as in the current conjunctural context people looking for a job are experiencing all sort of barriers. Another dificulties even worse women conditions in the labour market. They have to do with gender discrimination, which leads to low salaries, inequality in employment access and opportunities, unemployment. To better show this situation, Dieese gathered and analysed the results of collective bargaining in our country, from 1996 to 2000, in the gender context. The results show how far from equality we are referring to gender issues, and the relevance of

  19. Mulheres expostas ao HIV/AIDS: promovendo qualidade de vida na atenção básica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Emília Romero de Miranda Henriques

    2009-12-01

    Full Text Available Um dos objetivos específicos do Programa de Assistência Integral a Saúde da Mulher é a ampliação e qualificaçãoclínico-ginecológica, inclusive para cuidar das portadoras de infecção pelo HIV e outras DST’s, por meio de estratégiasque favoreçam o fortalecimento da atenção básica. Este estudo teve o objetivo de analisar a opinião de mulheres,assistidas pelo PSF e CTA do município de Bayeux-PB, quanto às orientações fornecidas por profissionais de saúde emrelação ao HIV/AIDS. Estudo exploratório de abordagem qualitativa, realizado em 2006, que contou com aparticipação de 22 mulheres. Os dados foram analisados por meio da técnica do Discurso do Sujeito Coletivo eapresentados em quadros. Identificou-se que as mulheres tinham faixa etária variando entre 19 e 60 anos, e 82%referiram ter o primeiro grau incompleto. De acordo com os discursos pode-se evidenciar que não está havendocontinuidades nos trabalhos de orientação sobre DSTs/AIDS na atenção básica; Houve satisfação quanto asorientações obtidas no CTA; Identificou-se impedimentos para o uso do preservativo. Acredita-se que elas necessitamde assistência em espaços educativos. Todavia para que haja mudança nas práticas assistenciais dos profissionais, é primordial o envolvimento da equipe gestora.

  20. Incontinência urinária entre mulheres climatéricas brasileiras: inquérito domiciliar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guarisi Telma

    2001-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Por inquérito populacional domiciliar, investigar a prevalência de incontinência urinária de esforço e os fatores a ela associados em mulheres climatéricas. MÉTODOS: Realizou-se análise secundária de dados de um inquérito populacional domiciliar sobre o climatério e a menopausa em mulheres do município de Campinas, SP, Brasil. Foram selecionadas, por meio de estudo descritivo e exploratório de corte transversal, por processo de amostragem, 456 mulheres, na faixa etária de 45 a 60 anos de idade. Exploraram-se a queixa de incontinência urinária e os fatores de risco possivelmente relacionados -- idade, estrato socioeconômico, escolaridade, cor, paridade, tabagismo, índice de massa corpórea, cirurgias ginecológicas anteriores, estado menopausal e uso de terapia de reposição hormonal. Os dados foram coletados por entrevistas domiciliares, com questionários estruturados e pré-testados, adaptados pelos autores e fornecidos pela Fundação Internacional de Saúde, pela Sociedade Internacional de Menopausa e pela Sociedade Norte-Americana de Menopausa. A análise dos dados foi realizada por razão de prevalência (IC 95%. RESULTADOS: Das mulheres entrevistadas, 35% referiram perda urinária aos esforços. Nenhum dos fatores sociodemográficos estudados se mostrou associado ao risco de incontinência urinária. Também a paridade não alterou significativamente esse risco. Outros fatores como cirurgias ginecológicas anteriores, índice de massa corpórea e tabagismo não se mostraram associados à prevalência de incontinência urinária. O estado menopausal e o uso de terapia de reposição hormonal não modificaram o risco de incontinência urinária de esforço. CONCLUSÃO: Apesar de a prevalência de incontinência urinária em mulheres climatéricas ter sido alta, não se mostrou associada aos fatores socioeconômicos e reprodutivos abordados.

  1. Carências e desejos: estudo sobre a opção pela esterilização entre mulheres residentes na Região Sul do Município de São Paulo, em 1992

    OpenAIRE

    Pirotta,Katia C. M.; Schor,Néia

    1999-01-01

    O presente estudo teve por objetivo discutir a opção das mulheres pela esterilização cirúrgica. A amostra constituiu-se em 215 mulheres esterilizadas, residentes na Região Sul do Município de São Paulo, em 1992. Foram analisadas variáveis referentes ao uso de métodos anticoncepcionais anteriormente à esterilização, aos motivos desta opção e à satisfação com a esterilização. Das mulheres que eram usuárias de métodos reversíveis antes da esterilização, 67% referiu a pílula. 67% das mulheres ref...

  2. Capacidade de produção de força de preensão isométrica máxima em mulheres com artrite reumatoide: um estudo piloto

    OpenAIRE

    Iop, Rodrigo da Rosa; Shiratori, Ana Paula; Ferreira, Luciana; Borges Júnior, Noé Gomes; Domenech, Susana Cristina; Gevaerd, Monique da Silva

    2015-01-01

    O objetivo deste estudo foi verificar a capacidade de produção de força de preensão manual máxima (FPMmax) em mulheres com artrite reumatoide (AR) e sua relação com a atividade da doença. Foram selecionadas nove mulheres com AR e dez mulheres saudáveis. Foram registrados dados demográficos de ambos os grupos, além de características clínicas das mulheres com AR. A determinação do nível da atividade da doença foi conduzida pelo protocolo Disease Activity Score (DAS-28) por meio da Proteína C-R...

  3. Mulheres negras e brancas e os níveis de acesso aos serviços preventivos de saúde: uma análise sobre as desigualdades

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Emanuelle Freitas Goes

    Full Text Available O racismo institucional é um fator determinante no acesso aos serviços de saúde, principalmente para as mulheres negras que sofrem com o impacto das intersecções das desigualdades de gênero e raça. O objetivo deste estudo é determinar os diferenciais das características sócio demográficas e os níveis de acesso aos serviços preventivos de mulheres na Bahia, segundo raça/cor. Os resultados revelam que, para o nível de acesso considerado bom, as mulheres brancas representam 15,4%, enquanto as negras respondem por 7,9%. O estudo demonstrou que as desigualdades raciais e o racismo institucional são uma barreira no acesso aos serviços preventivos de saúde para as mulheres negras.

  4. Entre a luz e a escuridão: considerações sobre o Iluminismo e a instrução das mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alan Ricardo Duarte Pereira

    2017-12-01

    Full Text Available O presente artigo busca realizar algumas reflexões introdutórias sobre a educação da mulher no século XVIII, nomeadamente no período conhecido como o Iluminismo. Assim, o recorte para desenvolver tal reflexão em torno da educação da mulher durante o Iluminismo está ancorado, por sua vez, em obras coevas. Mais exatamente, escolheu-se a obra do filósofo Jean-Jacques Rousseau Emílio, ou da Educação e, de outro lado, a obra da autora Mary Wollstonecraft Reivindicação dos direitos das mulheres. Ambas as obras são do século XVIII e retratam, em maior ou menor grau, concepções e valores predominantes na sociedade durante o Iluminismo.

  5. Yoga para melhora dos sintomas do climatério em mulheres na pós-menopausa com insônia

    OpenAIRE

    Rui Ferreira Afonso; Helena Hachul; Elisa Harumi Kozasa; Denise de Souza Oliveira; Viviane Goto; Dinah Rodrigues; Sérgio Tufik; José Roberto Leite

    2012-01-01

    Introdução: A prática de yoga tem se mostrado positiva na redução de insônia. Outros estudos mostram redução de sintomas de climatério. Porém nenhum estudo havia sido realizado até o momento para verificar os efeitos da prática do yoga em mulheres na pós-menopausa com diagnóstico de insônia. Objetivo: avaliar o efeito da prática de Yoga como um tratamento na saúde física e mental, nos sintomas do climatério em mulheres na pós-menopausa com diagnóstico de insônia. Métodos: Mulheres entre 50 e ...

  6. Função sexual de mulheres com infertilidade

    OpenAIRE

    Priscilla Bianchini Salomão

    2016-01-01

    Introdução: A infertilidade é uma condição que afeta, universalmente, um percentual expressivo (8-15%) dos casais da população, sendo esta, uma condição associada frequentemente, a um incremento nas taxas de disfunção sexual e desajuste conjugal. Objetivos: Avaliar a função sexual de mulheres com infertilidade conjugal e avaliar o risco para ansiedade e depressão em mulheres com infertilidade conjugal. Métodos: Estudo controlado com 280 mulheres em idade reprodutiva, sendo 140 atendidas no Se...

  7. Estresse em mulheres com Diabetes mellitus tipo 2

    OpenAIRE

    Lessmann, Juliana Cristina; Silva, Denise Maria Guerreiro Vieira da; Nassar, Silvia Modesto

    2011-01-01

    OBJETIVO: O objetivo do estudo foi investigar a relação entre estresse e Diabetes Mellitus Tipo 2 em mulheres. MÉTODO: Estudo transversal prospectivo, desenvolvido com 147 mulheres, utilizando a Escala de Estresse Percebido (PSS). RESULTADOS: Houve associação entre as variáveis testadas, sendo possível inferir que as mulheres com estresse elevado são as que vivenciaram sofrimento e apresentam controle glicêmico alterado, ou seja, com valores superiores a 180 mg/dL. A maioria relatou sofriment...

  8. Saúde sexual, reprodutiva e aspectos socioculturais de mulheres indígenas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Erica Ribeiro Pereira

    2014-12-01

    Full Text Available Objetivo: Conhecer o perfil da saúde sexual, reprodutiva e aspectos socioculturais de mulheres indígenas. Métodos: Estudo observacional, transversal e descritivo, realizado em ambulatório de referência em saúde indígena, durante o período de 2010 a 2013. Aplicou-se um formulário semiestruturado contendo dados socioculturais, histórico de vida sexual e reprodutiva. Coletou-se o esfregaço cervicovaginal. Utilizou-se a análise descritiva, com apresentação de média e desvio padrão (DP para variáveis quantitativas, e números absolutos e relativos para variáveis qualitativas. Resultados: A amostra constituiu-se de 90 indígenas, com idade média de 36 anos (± DP 13,41, pertencentes a 35 etnias. Para 75 mulheres (83,4%, a coitarca ocorreu na faixa etária de 12 a 19 anos, 74 (82,2 % estavam em período reprodutivo e 36 (48,6% usavam método contraceptivo, como o anticoncepcional hormonal e a laqueadura tubária. A média de partos foi de 4,6 por mulher; a idade média no primeiro parto foi de 17,3 anos (± DP 3,23; 23 delas (26,8% tiveram de 1 a 3 abortamentos e 26 (31,2% tiveram um ou mais partos cesáreas. Em oito mulheres (8,9%, identificaram-se alterações para atipias citológicas e doenças sexualmente transmissíveis (Trichomonas vaginalis e Papilomavírus humano no exame colpocitológico. Conclusão: Foram observadas condições de vulnerabilidade das mulheres indígenas a partir do seu perfil sexual e reprodutivo, com exposição às doenças sexualmente transmissíveis, câncer do colo do útero, início precoce da vida sexual e pouco acesso à informação e prevenção.

  9. O consumo e a mulher consumidora

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Araujo

    2008-09-01

    Full Text Available Este artigo é o resultado de uma pesquisa realizada durante o ano de 2004, a qual buscou identificar a imagem da mulher veiculada em anúncios publicitários de calçados femininos. Para a realização deste projeto, foram analisadas revistas de circulação nacional que publicam para o segmento coureiro-calçadista. Palavras-chave: Anúncios publicitários; consumo; imagem feminina. ABSTRACT This article is the result of a piece of research carried through during 2004. The study tried to identify the feminine image propagated in different advertisements of feminine footwear. Magazines of national circulation published for the footwear segment were analyzed. Keywords: Advertisement pieces; comsuption; feminine image.

  10. As mulheres e a Guerra Colonial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    António Sousa Ribeiro

    2012-10-01

    Full Text Available Os textos reunidos neste número da Revista Crítica de Ciências Sociais tiveram a sua origem no colóquio “As Mulheres e a Guerra Colonial”, organizado pelo Centro de Estudos Sociais em colaboração com o Centro de Documentação 25 de Abril e realizado na Universidade de Coimbra, nos dias 22 e 23 de Maio de 2003, com a participação de especialistas nacionais e estrangeiros de diversas áreas. O terreno da guerra tem sido ao longo dos séculos um espaço essencialmente masculino; no entanto, desde a ...

  11. Diabetes gestacional na perspectiva de mulheres grávidas hospitalizadas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcio Flávio Moura Araújo

    2013-04-01

    Full Text Available Estudo qualitativo fenomenológico, que teve como objetivo compreender o significado das experiências vivenciadas por mulheres com diabetes mellitus gestacional. Participaram 12 pacientes internadas em uma maternidade de Fortaleza-CE, Brasil, que manifestaram seus sentimentos e percepções por meio de entrevista aberta e desenhos. O material empírico foi transcrito na íntegra e, posteriormente, organizado e analisado pelo método fenomenológico. Os resultados evidenciaram dois temas: (1 Vivenciando experiências que trazem felicidade e bem-estar e (2 Vivenciando experiências que provocam sofrimento. Este estudo fenomenológico, ao possibilitar apreender a experiência das mulheres com diabetes mellitus gestacional, contribui para o planejamento e a implementação de programas de intervenção baseados em um modelo de saúde participativo, com vistas a priorizar os aspectos subjetivos envolvidos na gravidez de risco.

  12. As representações sociais da mulher no movimento hip hop Woman's social representations in the hip-hop movement

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Priscila Saemi Matsunaga

    2008-04-01

    Full Text Available Este artigo discute as representações sociais da mulher construídas pelo movimento hip hop. Este movimento constitui-se como uma possibilidade de manifestação política de jovens, bem como uma possibilidade de produção artística que, se inicialmente esteve mais presente em espaços não institucionalizados e voltados para a população que vive na periferia, atualmente é consumido por jovens de camadas econômicas distintas. A participação de mulheres, porém, ainda não é significativa (ainda que existam mulheres participando e ouve-se frequentemente músicas (ou raps que veiculam imagens negativas da mulher. Este estudo, portanto, analisa as representações sociais da mulher que estão presentes em letras de rap, problematizando como estas representações constroem, socialmente, modos de "ser" mulher.This paper discusses woman's social representations constructed by the hip-hop movement. This movement constitutes a possibility of younger generations to politically manifest themselves, as well as a possibility of artistic production that at the start was more present in non-institutionalized spaces and aimed at the populations living in marginal districts, it is now being currently consumed by youths of distinct social classes. However, the participation of women has not been significant (even though there are women taking part, and frequently negative images of women are conveyed from these songs (or raps. Thus, this study analyses the woman's social representations which are in rap lyrics, querying how such representations have built social ways of "being" a woman.

  13. Relações afetivo-sexuais e prevenção contra infecções sexualmente transmissíveis e aids entre mulheres do município de Vitória - ES

    OpenAIRE

    Amorim, Melissa Mattos; Andrade, Ângela Nobre de

    2006-01-01

    Objetivou-se conhecer como mulheres vivenciam a prevenção de infecções sexualmente transmissíveis (IST) e aids em suas relações afetivo-sexuais. Foram realizados dois grupos de discussão e 12 entrevistas individuais com mulheres na faixa etária de 20 a 35 anos. Um grupo foi composto por cinco participantes com ensino fundamental ou médio (Grupo1) e o outro, por sete participantes com ensino superior completo ou incompleto (Grupo2). Apenas três participantes faziam uso consistente do preservat...

  14. Seguindo os Princípios Olímpicos : proposta de alterações nas regras oficiais de basquetebol para uma participação adequada das mulheres

    OpenAIRE

    Roberto Maluf de Mesquita

    1998-01-01

    A busca das mulheres por direitos de igualdade perante aos homens é motivo de notórias controvérsias. No campo esportivo, o Comitê Olímpico Internacional vem demonstrando grande interesse por este assunto, priorizando a promoção da mulher no esporte. Esta pesquisa apresenta uma análise estatística dos dados antropométricos e de aptidão física de duas equipes de basquetebol, os campeões do Campeonato Paulista Adulto Masculino e Feminino, na temporada 1996/1997. Foi realizada uma análise descri...

  15. Como Uma Deusa: considerações acerca da representação da mulher negra nas HQs de superaventura

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucas do Carmo Dalbeto

    2016-04-01

    Full Text Available Este trabalho visa analisar a representação da mulher negra americana nas Histórias em Quadrinhos por meio de uma abordagem que resgata o contexto histórico e sociocultural de produção e divulgação destas narrativas. Toma-se por objeto de estudo a personagem Tempestade, do título X-Men. Por meio de sua trajetória, são traçados alguns paralelos que corroboram e questionam o papel social naturalizado a estas mulheres. Os resultados obtidos levam a crer que, através da análise de bens culturais voltados ao entretenimento, é possível traçar considerações acerca das relações entre gênero e etnia na sociedade ocidental contemporânea.

  16. A mulher presa, sonhos e frustrações: a escola no sistema carcerário.

    OpenAIRE

    Oliveira, Maria Júlia Silva de

    2010-01-01

    Este trabalho tem como objeto de estudo a mulher egressa do Sistema Carcerário, especificamente, aquelas que estudaram nas escolas da Penitenciária Feminina da Capital (PFC) e na Penitenciária Feminina do Butantã-PFB (regime semi-aberto). Tem como objetivo básico verificar a importância da educação formal e não-formal na Escola no Sistema Carcerário para mulheres, também, como os resultados alcançados por elas mediaram a inserção social, a interação com o mundo do trabalho e a evolução dos a...

  17. O Bildungsroman e as várias faces das mulheres de Moçambique: feminismo e multiculturalismo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Evelyn Caroline Mello

    2015-07-01

    Full Text Available O presente artigo pretende avaliar a possibilidade de que a obra Niketche de Paulina Chiziane possa se configurar como um Bildungsroman feminino. Aventa-se a hipótese de que a trajetória da personagem principal Rami possa ser um caminho de aprendizagem, a busca por um novo EU, camuflada em sua tentativa alucinada de salvar um casamento perdido. A despeito de se tratar de uma narrativa em primeira pessoa, desenvolve-se a hipótese de que a voz de Rami poderia recompor, não somente a sua história, mas a saga de várias mulheres possíveis de se encontrar em Moçambique. Um romance-relato que poderia educar tanto mulheres quanto homens.

  18. Violência física contra a mulher na perspectiva de profissionais de saúde

    OpenAIRE

    Moreira, Simone da Nóbrega Tomaz; Galvão, Lílian Lira Lisboa Fagundes; Melo, Carmen Oliveira Medeiros; Azevedo, George Dantas de

    2008-01-01

    OBJETIVO: Compreender a percepção de profissionais de saúde sobre a violência física cometida contra a mulher por parceiro íntimo. PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS: Trata-se de estudo qualitativo com 30 profissionais de três unidades de saúde vinculadas ao Sistema Único de Saúde no município de Natal (RN), realizado em 2006. Foram conduzidas entrevistas semi-estruturadas em três núcleos temáticos: idéias associadas à violência física sofrida pela mulher, atuação dos profissionais de saúde e papel ...

  19. Conduta na lesão intraepitelial de alto grau em mulheres adultas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pauliana Sousa Oliveira

    Full Text Available O câncer cervical é a segunda causa mais comum de câncer entre as mulheres no mundo, apesar de apresentar grande potencial de prevenção e cura quando diagnosticado e tratado precocemente, o que pode reduzir a taxa de mortalidade entre as acometidas. Como não há consenso entre as medidas terapêuticas nas lesões intraepiteliais escamosas cervicais de alto grau (HSIL, buscamos discutir a conduta frente às mulheres adultas que apresentam HSIL e o seguimento após o procedimento adotado. Foi realizada pesquisa eletrônica no Medline (através do PubMed, National Guidelines Clearinghouse, Google Acadêmico e Lilacs. Os consensos identificados foram avaliados segundo sua validade e recomendações. Em relação ao acompanhamento após o tratamento, o Europeu acompanha por citologia de 6/6 meses; o Australiano, citologia e colposcopia de 6/6 meses; o Americano preconiza a realização da captura híbrida em seis a 12 meses ou citologia em seis meses. Já o Projeto Diretrizes do Brasil recomenda que reavaliações clínicas e colpocitológicas devam ser realizadas a cada três ou quatro meses nos primeiros dois anos de seguimento. Estudos comparando o método "Ver e Tratar" com os três passos (histologia, colposcopia, biópsia concluíram que este último é indicado em mulheres LSIL/ASCUS antes de se submeterem à exérese da zona de transformação (EZT, enquanto que o "Ver e Tratar" é indicado em mulheres com HSIL comprovada na citologia e sugestiva na colposcopia, pois apresenta como vantagens, o baixo custo e a resolução imediata. Todos os consensos são unânimes ao afirmar que frente à HSIL comprovada, retira-se a lesão por meio de ablação ou conização ou EZT.

  20. Bengala customizável para mulheres com deficiência visual

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniele Lugli

    2016-12-01

    Full Text Available A pessoa que tem apenas resquícios ou não possui o sentido da visão necessita de auxílio para se orientar e movimentar. A tecnologia assistiva denominada bengala longa, ou bengala branca, é a mais comumente utilizada para este fim. Porém, por ser também um objeto identificador da deficiência visual, em muitos casos, é rejeitada por seus potenciais usuários. Existem muitos fatores de ordem prática que incomodam esses usuários, entretanto, a aparência da bengala é um aspecto ainda pouco explorado, mas que também contribui para esta rejeição, principalmente por parte de mulheres com a deficiência visual adquirida, que possuem acentuada vaidade e recordações visuais de sua vida anterior à cegueira. Dessa forma, com o objetivo de melhorar aspectos práticos e estéticos da bengala longa, foi realizada uma pesquisa com mulheres entre 19 e 65 anos no Instituto Paranaense de Cegos, a fim de identificar quais características poderiam ser melhoradas no objeto para minimizar sua rejeição. Para isso, foram utilizadas ferramentas derivadas da abordagem Human-centered design, que possibilitam uma maior interação e consequente aproximação da realidade desses usuários. A partir das informações coletadas, foi desenvolvido um conceito de bengala feminina customizável, com partes móveis que permitem às usuárias variar a aparência do objeto conforme seu gosto pessoal ou situação de uso.

  1. Evasão de um programa de tratamento multidisciplinar para mulheres com fibromialgia - doi:10.5020/18061230.2010.p63

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tatiana Rehder Gonçalves

    2012-01-01

    Full Text Available Objetivo: Avaliar a evasão de um programa de tratamento multidisciplinar da fibromialgia (FM. Métodos: Estudo observacional realizado durante o período de abril de 2000 a dezembro de 2005, incluindo 133 mulheres com FM, participantes de um programa de tratamento multidisciplinar. As que se afastaram do tratamento por período de duas semanas ou mais foram classificadas como inativas e contatadas por telefone para registro dos motivos de sua evasão, sendo estes divididos em quatro grupos: 1 Familiares; 2 Ocupações; 3 Médicos; 4 Outros Motivos. Resultados: No momento da coleta de dados, 92 (69,4% mulheres foram consideradas como inativas. Não houve diferença significativa entre a evasão de antes e de após seis meses de tratamento. Do total de mulheres inativas, 54 (40,8% participantes evadiram por motivos médicos, 30 (22,6% por outros motivos, 26 (19,4% por motivos familiares e 23 (17,2% por ocupação. Não foi observada diferença estatística entre os motivos de evasão de acordo com o tempo de permanência no programa (p > 0,05. Conclusão: Conclui-se que o programa multidisciplinar para mulheres com FM apresentou níveis elevados de evasão, sendo que metade destes ocorreu nos seis primeiros meses. Dentre os principais motivos relatados para o abandono, os motivos médicos foram mais observados.

  2. Limites e possibilidades da militância política em um movimento social rural de mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giovana Ilka Jacinto Salvaro

    2014-05-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.1590/S0104-026X2014000100004 Em um contexto de lutas de gênero, nas últimas três décadas, diferentes movimentos sociais rurais de mulheres contribuíram para a produção e reconhecimento da trabalhadora rural como sujeito político de direitos. Neste artigo, com o objetivo de analisar limites e possibilidades da militância política em um movimento social rural de mulheres, articulam-se os temas lutas de gênero e subjetividades. Para tanto, são retomadas e ampliadas reflexões apresentadas em pesquisa que fundamentou a tese de doutorado, realizada no período de 2006-2010. As informações empíricas que possibilitaram a elaboração da referida pesquisa foram obtidas por meio das pesquisas documental e etnográfica, com a realização de entrevistas, o acompanhamento e a observação de atividades desenvolvidas por um movimento social rural de mulheres em três municípios da Região Sul de Santa Catarina. O processo de envelhecimento feminino e a aposentadoria, os modelos locais de agricultura, o êxodo expressivo de parcelas da população rural, a não inserção e a participação restrita de mulheres mais jovens em atividades locais do movimento se apresentam como condições de possibilidade na análise dos limites da militância política.

  3. Densidade mineral óssea vertebral e femoral de 724 mulheres brancas brasileiras: influência da idade e do peso corporal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lewin S.

    1997-01-01

    Full Text Available OBJETIVO. Estudar a densidade mineral óssea (BMD vertebral (L2-L4 e femoral (colo do fêmur de mulheres brancas, normais. MATERIAL E MÉTODO. Mediu-se o BMD de 724 mulheres (40-79 kg; 20-69 anos de idade por dual-energy x-ray absorptiometry e analisaram-se os dados em função da idade e peso corporal (PC. RESULTADOS. As mulheres mais leves (40-49 kg atingiram o BMD máximo (BMDm vertebral e femoral aos 30-39 anos de idade, enquanto as mais pesadas (60-79kg apresentaram BMDm aos 20 anos. No fêmur, houve uma correlação significativa entre BMDm e PC (r=0,97 , p<0,001; slope=0,72%/kg. Em L2-L4, apenas as mulheres com 40-49kg apresentaram BMDm menor do que as demais (p<0,001. A diminuição do BMD vertebral foi mais intensa (-8,3 vs. -5,7%/década e iniciou mais cedo (quarta vs. quinta década nas mulheres pesando 40-59kg do que nas pesando 60-79kg. A diminuição do BMD femoral iniciou logo após o BMDm ser atingido e, até os 69 anos, as mulheres mais pesadas apresentaram um decréscimo 5,3% menor do que aquelas pesando 40-49kg. O BMD vertebral das mulheres brasileiras foi praticamente o mesmo de uma população norte-americana previamente descrita. CONCLUSÕES. 1 O BMD vertebral e femoral das brasileiras estudadas comportou-se, em função da idade, de forma semelhante a de outras populações brancas; 2 havendo o cuidado de corrigir o PC, o BMD das mulheres brasileiras é comparável ao de mulheres norte-americanas; e 3 o PC é importante na aquisição e diminuição da massa óssea, além de influenciar a relação BMD-idade.

  4. REPRESENTATIVIDADE PARLAMENTAR DAS MULHERES NEGRAS NAS ELEIÇÕES DE 2014 E OS POSSÍVEIS FATORES INFLUENCIADORES NA NÃO EQUIDADE DA DISPUTA ELEITORAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Shirlei Santos de Jesus Silva

    2016-04-01

    Full Text Available Historicamente excluídas das esferas de poder e dos pleitos eleitorais, as mulheres ainda apresentam participação muito limitada no ambiente institucional e político do País. Para a mulher negra, sujeita a combinados mecanismos discriminatórios de racismo e sexismo, os obstáculos se mostram mais resistentes, demostrando a hierarquia racial e de gênero em nossas sociedades (CARNEIRO, 2003. A cota eleitoral de gênero que tem por alvo, garantir uma maior participação das mulheres na vida política brasileira, dispõe que cada partido ou coligação preencha o mínimo de 30% (trinta por cento e o máximo de 70% (setenta por cento para candidaturas de cada sexo (GROSSI; MIGUEL, 2001. O presente trabalho integrou a ação de extensão intitulada “Manifestações de gênero, raça, sexualidade e religião nas eleições 2014”, com apoio da PROEXT/UFBA. Com finalidade de relacionar dados estatísticos da classificação de cor/raça descritas pelo IBGE, com a representação da mulher negra nas eleições e examinar a cota de gênero nos pleitos, além de pontuar a partir de entrevistas com candidatas negras sobre suas trajetórias políticas e determinadas dificuldades enfrentadas no período eleitoral, este trabalho visa analisar a sub-representatividade parlamentar da mulher negra nas eleições de 2014 e os elementos influenciadores da não equidade na disputa de poder. 

  5. Experiências de mulheres sem filhos: a mulher singular no plural

    OpenAIRE

    Mansur,Luci Helena Baraldo

    2003-01-01

    Este é um estudo exploratório das dimensões atribuídas à não maternidade, baseado na experiência de oito mulheres sem filhos, na faixa entre 40/50 anos. Através da análise qualitativa das narrativas e de um enfoque psicossocial, busca compreender e ultrapassar a abordagem tradicional e estigmatizada da não maternidade e evidencia a complexidade dessa experiência moldada na intersecção entre história, cultura, sociedade, família e personalidade. A não maternidade emerge como uma experiência mu...

  6. Mulheres olímpicas: cinema brasileiro, mulheres atletas e teoria feminista do cinema

    OpenAIRE

    Maia, Mayara Cristina Mendes

    2016-01-01

    Acreditamos que as recorrentes mudanças do cinema clássico, abrindo espaço no cinema para o pensamento feminista, tem chegado ao Brasil de diferentes formas e com diversas temáticas fortemente dentro do cinema independente. Neste sentido, nossa pesquisa surge da necessidade de compreender as transformações sociais e na produção audiovisual sobre a mulher atleta e suas possíveis relações com a Teoria Feminista do Cinema. Deste modo, nosso objetivo de trabalho foi analisar a obra cinematográfic...

  7. Respostas cardiopulmonares agudas de mulheres no treinamento de força

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcio Antônio Gonsalves Sindorf

    2013-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar as respostas cardiopulmonares de uma sessão de treinamento de força em mulheres jovens. MÉTODO: Participaram do estudo 23 mulheres, com idade entre 18 e 29 anos. Todas as voluntárias foram submetidas aos seguintes testes: cardiopulmonar e de uma repetição máxima (1-RM. O protocolo de treinamento de força teve ênfase em hipertrofia muscular, três séries de oito a 12 repetições a 70% de 1-RM, com intervalos de um minuto e 30 segundos entre as séries. Durante a sessão de treinamento foi realizada a medida das variáveis cardiopulmonares por meio de analisador de gases metabólicos e módulo de telemetria. RESULTADOS: Os resultados do consumo de oxigênio da sessão de treinamento foram de 8,43 ± 1,76 ml/kg/min e da frequência cardíaca de 108,08 ± 15,26 bpm. Os resultados do consumo de oxigênio e da frequência cardíaca do treino foram inferiores (p < 0,01 ao do limiar ventilatório e das reservas do consumo de oxigênio e da frequência cardíaca. CONCLUSÃO: Os dados obtidos indicam que o presente protocolo de treinamento de força proporcionou pequena sobrecarga ao sistema cardiorrespiratório de mulheres jovens.

  8. Aborto induzido em mulheres de baixa renda: dimensão de um problema

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ignez Ramos Martins

    1991-06-01

    Full Text Available Este artigo enfoca a prática de aborto, principalmente aborto induzido entre mulheres de baixa renda. A análise é baseada em dados de pesquisa coletados entre 1984 e 1985 em sete favelas localizadas na área metropolitana do Rio de Janeiro, Brasil (¹. Apesar da legislação severa existente, a prática do abono induzido é muito freqüente. Entre as mulheres casadas, 21,4 por cento declararam terem praticado aborto induzido. Embora grande parte dos abortos terem sido feitos por médicos, a qualidade dos cuidados nestes procedimentos é questionável, devido ao fato de que, sendo ilegal, na maioria dos casos não há possibilidade de supervisão por parte das autoridades de saúde. A incidência de complicações pós-aborto é muito alta, principalmente nos casos em que é praticado por curiosas ou pela própria mulher. Mais de 60 por cento das mulheres não faziam uso de métodos contraceptivos ao engravidar. Cerca de 21 por cento declararam que estavam usando pílula anticoncepcional. Claro está que uma taxa de falha tão elevada é inaceitável e deve-se ao seu uso incorreto. Tudo isto revela a necessidade urgente de um melhor acesso ao planejamento familiar, oferecido pelos serviços de saúde dentro da concepção de atenção integral. São discutidas, também, as conseqüências das leis restritivas em matéria de abono no Brasil, restrições que, na prática, provam ser ineficazes para prevenir a prática do aborto induzido, mas podem ser muito efetivas para ampliar ainda mais as desigualdades sociais já existentes.This paper examines the practice of abortion, especially induced abortion among low income women. The discussion is based on survey data collected between 1984 and 1985 in seven slum communities (favelas situated in the metropolitan area of Rio de Janeiro, Brazil. Despite restrictive law, induced abortion is extremely frequent. Among married women 21.4 per cent reported experience of induced abortion. Most abortions

  9. Brasil Mulher e Nós Mulheres: Origins of the Feminist Press in Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosalina de Santa Cruz Leite

    2003-01-01

    Full Text Available This article presents some reflections about the feminist alternative press that appeared in the state of São Paulo, Brazil, in the second half of the 70’s. The press was a space for expression of a special breed of politics that was closely linked to the awakening of women to feminist ideas in the period after the armed struggle against the Brazilian dictatorship. The journals Brasil Mulher and Nós Mulheres portray, in their articles and editorials, the fight for amnesty, for day nurseries, for democratic freedoms – all symbols of opposition against the regime in the era of military dictatorship. In addition they report on specific matters, such as, domestic violence, women’s working-conditions, reproductive rights, abortion and sexuality. From the point of view of the popular movement and the women’s organizations, the alternative press of women is without any doubt an important source, and still under-explored, for understanding the period considered.

  10. Diferenças no consumo de alimentos entre homens e mulheres entrevistados pelo inquérito telefônico VIGITEL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gabriela Dalcin Durante

    2017-09-01

    Full Text Available Objetivo: Analisar a frequência de consumo de alimentos marcadores de dieta saudável e não saudável entre homens e mulheres adultos e os fatores demográficos e socioeconômicos associados. Métodos: Estudo de corte transversal, de base populacional, com dados do Sistema de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas não Transmissíveis por Inquérito Telefônico (Vigitel. Foram incluídos 1.005 adultos (400 homens e 605 mulheres, de 20 a 59 anos, residentes em Cuiabá, Mato Grosso, entrevistados entre fevereiro e dezembro de 2014. As variáveis do estudo foram o consumo de alimentos marcadores de dieta saudável e não saudável e variáveis demográficas e socioeconômicas. Na análise de dados, utilizou-se análise bivariada por meio do teste de qui-quadrado (Rao-Scott e teste de tendência linear. Resultados: A média de idade dos participantes foi de 37,9 anos para mulheres e 36,3 anos para os homens, dos quais 50,9% (n=605 eram mulheres, 60,0% (n=455 eram adultos jovens, de 20 a 39 anos, e de raça/cor preta ou parda (69,7%; n= 569. Maior consumo regular de frutas e hortaliças foi observado entre mulheres (p=0,01, entre aquelas de maior escolaridade e da raça/cor branca, e maior consumo de feijão foi observado entre os homens (p=0,04. O consumo de carnes com excesso de gordura foi maior entre os homens (p<0,01, assim como o consumo regular de doces (p=0,02 e a substituição das refeições principais por lanches foi maior entre as mulheres (p=0,01, ambos diretamente associados à escolaridade. Conclusão: Verificaram-se diferenças importantes no consumo de alimentos entre homens e mulheres residentes em Cuiabá, Mato Grosso. A escolaridade e a raça/cor foram variáveis que se associaram à maioria dos marcadores de consumo alimentar.

  11. O acesso da mulher trabalhadora à justiça do trabalho do Rio Grande do Sul (1941-1946 = The access of women workers to the labour court of Rio Grande do Sul (1941-1946

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Schneider, Giselda Siqueira da Silva

    2014-01-01

    Full Text Available A pesquisa tem por objetivo verificar acerca do acesso da mulher trabalhadora à Justiça do Trabalho do Rio Grande do Sul, no recorte temporal 1941-1946. O estudo realizou-se no Memorial da Justiça do Trabalho da 4ª Região, na cidade de Porto Alegre, a quem coube a guarda dos processos judiciais preservados e utilizados como fontes primárias. Considerando a legislação protetiva em relação ao trabalho da mulher no Brasil entre 1930 a 1945, entre outros direitos, como o direito ao voto em 1932, quer-se verificar sobre a relação da mulher trabalhadora em busca de direitos a essa instância judicial, num período onde havia muito preconceito e discriminação em relação à própria mulher e ao trabalho feminino. Assim, a luz da historiografia, mais especificamente com o campo de estudo da história das mulheres, quer-se compreender sobre a mulher trabalhadora dentro da perspectiva de que tais mulheres sempre tiveram atuação política, participando da esfera pública, de acordo com as possibilidades encontradas em cada período. Ademais, a pesquisa em tais fontes pretende também, demonstrar o valor histórico dos documentos, no presente caso, dos processos judiciais, aliado à pesquisa e à revisão bibliográfica, visando compreender um pouco mais, do universo das mulheres trabalhadoras rio-grandenses no período e a possível relação da Justiça do Trabalho no tocante à promoção e efetividade dos direitos sociais

  12. WENDO: CAMINHO DAS MULHERES. RELAÇÕES DE GÊNERO, REPRESENTAÇÃO SOCIAL E VIOLÊNCIA: UM ESTUDO ACERCA DAS PRÁTICAS DE DEFESA PESSOAL VOLTADAS PARA MULHERES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lorena Lúcia Cardoso Monteiro

    2011-09-01

    Full Text Available No presente artigo, busco entender sobre a violência de gênero através de discursos e agência envolvidos nas práticas das dinâmicas de cursos de defesa pessoal para mulheres, mais precisamente, o Wendo: uma prática que nasceu no Canadá em resposta á violência sofrida por uma mulher e chega no Brasil através de instrutoras européias, feministas ativistas. Um conjunto de práticas de defesa pessoal contra a violência, envolto no ativismo feminista e voltado unicamente para o sujeito mulher. A observação participante das práticas dos grupos de Wendo da cidade de João Pessoa, associado á um estudo a respeito de representações sociais e do sujeito como produtor, reprodutor e resistente á posições de sujeito múltiplas e nunca fixas, nos ajuda a entender a relação entre os problemas das relações de gênero e a violência que perpassa tais relações.

  13. Mortalidade perinatal por sífilis congênita: indicador da qualidade da atenção à mulher e à criança Perinatal mortality due to congenital syphilis: a quality-of-care indicator for women's and children's healthcare

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valéria Saraceni

    2005-08-01

    Full Text Available A sífilis permanece como causa importante de mortalidade perinatal no Município do Rio de Janeiro, Brasil, onde o presente estudo foi realizado utilizando os dados do Sistema de Informação de Mortalidade e das Fichas de Notificação e Investigação de Óbitos Fetais e Neonatais, obrigatórias para as maternidades municipais. Entre 1996 e 1998, a sífilis congênita foi responsável por 13,1% dos óbitos fetais e 6,5% dos neonatais nas maternidades municipais. Entre 1999 e 2002, os percentuais foram de 16,2% e 7,9%, respectivamente. Para o Município do Rio de Janeiro, de 1999 a 2002, os percentuais foram 5,4% e 2,2%, para óbitos fetais e neonatais. A taxa de mortalidade perinatal por sífilis congênita permanece estável no Município do Rio de Janeiro apesar dos esforços iniciados com as campanhas para eliminação do agravo em 1999 e 2000. Propomos a utilização da taxa de mortalidade perinatal por sífilis congênita como indicador de impacto das ações de controle e eliminação da sífilis congênita e sugerimos a utilização das fichas de notificação e investigação de óbitos fetais e neonatais para a vigilância de outros agravos evitáveis.Syphilis is a persistent cause of perinatal mortality in Rio de Janeiro, Brazil, where this study was performed using data from the mortality data system and investigational reports for fetal and neonatal deaths, mandatory in municipal maternity hospitals. From 1996 to 1998, 13.1% of fetal deaths and 6.5% of neonatal deaths in municipal maternity hospitals were due to congenital syphilis. From 1999 to 2002, the proportions were 16.2% and 7.9%, respectively. For the city of Rio de Janeiro as a whole from 1999 and 2002, the proportions were 5.4% of fetal deaths and 2.2% of neonatal deaths. The perinatal mortality rate due to congenital syphilis remains stable in Rio de Janeiro, despite efforts initiated with congenital syphilis elimination campaigns in 1999 and 2000. We propose that the

  14. HOMEM RAZÃO E MULHER EMOÇÃO: UMA ANÁLISE DA RELAÇÃO DICOTÔMICA ENTRE HOMENS E MULHERES NA VISÃO DOS ASSENTADOS(AS.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Chiozzini Martins-Suarez

    2016-08-01

    Full Text Available RESUMO O presente artigo convida o leitor a uma reflexão sobre o pensamento dual que caracteriza o caráter hierárquico da inter-relação homem/mulher a partir de palavras que dão significados ao que se compreende pelos termos que definem os dois sexos. Os vocábulos aqui referidos são aqueles que representam ideias opostas, não só no sentido léxico, mas também no que concerne a interpretação social dos atributos que definem homens e mulheres sustentados pela relação dicotômica existente entre eles. O objetivo deste trabalho é investigar a origem e aplicação destas expressões dentro de uma abordagem histórica e sociológica. Para esta análise, então, foi considerada a associação de termos opostos como: racional, superior, forte e externo ao homem e, palavras como: emocional, fraco, inferior e oculto à mulher. Para isso, a definição de família patriarcal, baseada na família estruturada a partir do poder do homem culminando na “inferiorização” da mulher, também foi levada em conta, desde sua origem no ambiente rural até seu reflexo na esfera urbana. Apoiado nestas premissas e conceitos, o presente artigo baseia-se na metodologia de análise do conteúdo das respostas de assentados e assentadas de três projetos de assentamento (P.A. localizados no estado de Sergipe a fim confrontar a teoria mencionada acima com as afirmações obtidas após categorização por sexo. Foram analisadas respostas dadas por homens e mulheres separadamente a partir dos dados coletados em uma pesquisa realizada no ano de 2009 e que resultou em tese de doutorado[1]. A intenção do artigo é buscar uma possível desconstrução da dualidade homem/mulher de caráter valorativo presente nas suas falas propondo ao leitor uma reflexão crítica sobre a prevalência do caráter “inferior” dado as mulheres, no sentido de desconstruir a relação emoção e inferioridade uma vez que este não é um dado biologicamente atribuído ao sexo

  15. (Invisibilidade da violência contra as mulheres na saúde mental

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariana Pedrosa

    Full Text Available RESUMO O objetivo deste estudo foi realizar um levantamento acerca da percepção, crenças e conhecimentos sobre violência contra as mulheres e políticas públicas em profissionais de saúde mental. Foram realizadas 12 entrevistas e, a partir da análise de seus conteúdos, foram criadas cinco categorias: “percepção das demandas apresentadas por homens e mulheres”, “experiência no atendimento a mulheres que sofreram violência”, “relação entre violência e saúde mental”, “conhecimento sobre a Lei Maria da Penha e políticas públicas para as mulheres” e “(desconhecimento da notificação compulsória da violência contra as mulheres”. Os profissionais apresentaram dificuldade para lidar com o tema, principalmente relacionada à notificação da violência e ao encaminhamento do caso. A atuação é baseada na intuição e não em conhecimentos teórico práticos.

  16. Vivência da mulher jovem com câncer de mama e mastectomizada

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thayse Gomes de Almeida

    2015-09-01

    Full Text Available ResumoObjetivo:O objetivo deste estudo foi compreender a vivência da mulher jovem diagnosticada com câncer de mama e mastectomizada.Métodos:Trata-se de uma pesquisa qualitativa com abordagem fenomenológica, fundamentada no referencial heideggeriano. Após a aprovação do projeto pelo Comitê de Ética, foram realizadas entrevistas livres, guiadas pela seguinte pergunta norteadora: Como foi pra você ter câncer de mama e ser submetida à mastectomia? Participaram da pesquisa sete mulheres com idade entre 18 e 35 anos.Resultados:Foram obtidas três categorias temáticas: Vivência da descoberta do câncer; Vivência do tratamento em busca da cura do câncer; Vivência da superação do câncer.Conclusão:O fenômeno revela-se permeado de angústia e perplexidade diante do estar-no-mundo com câncer de mama, por desconhecer que um diagnóstico tão sombrio pode pertencer ao mundo do jovem.

  17. A religião e o discurso de mulheres sobre o abortamento

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Vitti Ribeiro da Silva

    Full Text Available Esta pesquisa teve como objetivo verificar a proximidade entre o discurso religioso e o de fiéis a respeito da prática abortiva, analisando os discursos cristãos (católico e espírita e não-cristãos (mórmon e Seicho-No-Ie. Por meio da análise de 40 entrevistas, confirmou-se a proximidade dos discursos e percebeu-se que a religião é um fator que pode exercer alguma influência sobre a decisão da mulher de realizar um abortamento, apesar de outros fatores (econômicos e sociais terem aparecido com maior frequência. O discurso de algumas mulheres revelou a importância da religião como fonte de conscientização a respeito da importância da vida, caracterizando um fator de proteção do abortamento.

  18. "O que pensam as mulheres e os homens idosos sobre o seu envelhecimento"?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Areosa, Silvia Virginia Coutinho

    2004-01-01

    Full Text Available Este artigo é um recorte de uma pesquisa que foi desenvolvida entre os anos de 2002 e 2003 no município de Santa Cruz do Sul e que teve como objetivo verificar quais são as representações sociais de velhice que as pessoas acima de 60 anos possuem. Fizeram parte do estudo 150 idosos, e dentre estes, 20 foram entrevistados (10 homens e 10 mulheres, sendo que os resultados obtidos foram analisados através da técnica de Bardin (1988. Os entrevistados fazem parte de grupos de convivência para a Terceira Idade, cadastrados na Prefeitura Municipal, bem como de grupos existentes na Universidade de Santa Cruz do Sul – UNISC, direcionados a esta população. Nos resultados, encontramos uma imagem positiva da velhice, vista como um processo natural; porém a visão que as mulheres possuem dos homens de sua geração é negativa. Para elas, eles “são desleixados, não se cuidam e tornam-se inativos após a aposentadoria”

  19. Indicadores clínicos em psicoterapia com mulheres vítimas de abuso sexual

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Afrânio Sant'Anna

    Full Text Available O artigo trata das repercussões, a longo prazo, do abuso sexual e busca analisar queixas e sintomas apresentados em psicoterapia por mulheres adultas que foram vítimas de agressões sexuais durante a infância e a adolescência e sua relação com a literatura especializada. O trabalho verifica aspectos do atendimento psicoterápico, identificando o momento do relato do abuso, a condução do tratamento e os seus benefícios, com a utilização do método retrospectivo documental em uma amostra aleatória de 90 prontuários de mulheres na faixa etária entre 20 e 40 anos que foram atendidas em psicoterapia breve, das quais 10% apresentavam histórico de abuso sexual. Um roteiro de análise ofereceu indicadores sobre a situação de abuso, a situação clínica e o processo psicoterápico. Observou-se sintomatologia que persiste até a vida adulta e que dificulta a adaptação social e afetiva das vítimas. Os resultados reforçam a necessidade de uma compreensão mais profunda sobre a prevenção e a profilaxia com vítimas de abuso sexual.

  20. Mulheres, migrantes, trabalhadoras: a segregação no mercado de trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Delia Dutra

    Full Text Available O presente trabalho, ancorado em uma pesquisa desenvolvida no âmbito do Centro Scalabriniano de Estudos Migratórios, analisa a experiência vivida por mulheres migrantes em diversos países centrando a reflexão na dimensão do trabalho no contexto do processo migratório internacional. Tomando como ponto de partida a perspectiva das próprias protagonistas - paraguaias no Brasil, brasileiras nos Estados Unidos, haitianas na República Dominicana, colombianas no Equador, filipinas na Itália e nicaraguenses na Costa Rica -, busca-se identificar dificuldades enfrentadas no que refere à vida profissional dessas mulheres. Parte-se do entendimento de que a migração pode ser vista como uma alternativa para escapar de situações de pobreza e exclusão do mercado de trabalho no país de origem. A pesquisa aponta a existência de segregação no mercado de trabalho.

  1. As mulheres como pilar da construção dos programas sociais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Yumi Garcia dos Santos

    Full Text Available Este artigo analisa o modo como as políticas públicas voltadas para a saúde e a assistência social no Brasil se consolidam a partir da centralidade da atuação das mulheres pobres. Por meio de uma pesquisa qualitativa e de análise das trajetórias das usuárias e das agentes de ponta dos ditos "novos" programas sociais brasileiros, pretende-se mostrar que o sucesso que tais programas têm conquistado depende, em grande medida, da atuação dessas mulheres mediadoras dentro da lógica conservadora da divisão sexual do trabalho e da disposição feminina para o cuidado. Em particular, as agentes, em contraponto às usuárias, têm acesso à mobilidade social que as tira do confinamento na esfera privada pela sua presença no mercado de trabalho. No entanto, o maior ganho dessa mobilização feminina a baixo custo e de alta produtividade é direcionado às instituições gestoras dos "novos" programas sociais em questão, desde as organizações filantrópicas até os governos.

  2. A mulher que alimenta: representações e sociabilidade no universo cultural das Minas setecentistas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia Aparecida Vítor

    2010-07-01

    Full Text Available RESUMO:Este trabalho tem por objetivo contribuir para o estudo da história da mulher africana e suas descendentes em Minas Gerais no século XVIII, por meio da análise dos hábitos alimentares, identificando suas diversas formas de representação e sociabilidade no universo cultural alimentar da América Portuguesa. O objetivo, além de conhecer e compreender o cotidiano da cultura alimentar dessas mulheres é também buscar afirmar uma identidade em que elas possam ser vistas enquanto preservadoras das suas tradições de origem, ressaltando desta forma, seus aspectos étnico-culturais. Para tal, propõe-se estudá-las por um dos meios pelo qual elas mais atuaram em Minas Gerais, o da alimentação. Estabeleceram-se enquanto verdadeiras protagonistas em meio a uma sociedade patriarcalista atuando tanto no comércio fixo quanto no ambulante. Trilhar os caminhos desse universo é mergulhar num contexto híbrido e encontrá-las como agentes sociais que quebraram paradigmas e reinventaram valores e costumes na cultura afro-brasileira.PALAVRAS-CHAVES: Mulher, alimentação, cultura, África, colônia, comércioABSTRACT: This work aims to contribute to the study of the history of African women and their descendants in Minas Gerais in the eighteenth century, through the analysis of eating habits, identifying various forms of representation and sociability in the food culture of Portuguese America universe. The goal, in addition to knowing and understanding the daily life of these women food culture is also seeking to assert an identity that they can be seen while preserving their original traditions, highlighting thus their ethnic and cultural aspects. To this end, it is proposed to study them by one of the means by which they acted more in Minas Gerais, the food. They settled as real protagonists in the midst of a patriarchal society acting both in the fixed trade as in walking. Walk the paths of this universe is to dive in a hybrid context and

  3. A arte de ser Beija-Flor na tripla jornada de trabalho da mulher

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriane Vieira

    2013-06-01

    Full Text Available Com presença expressiva no mercado de trabalho, as mulheres vêm ampliando continuamente sua participação nos mais diversos cargos e funções, no entanto continuam sendo as principais responsáveis pelas atividades do lar e pelo cuidado dos filhos. A situação agrava-se com a crescente demanda por qualificação, exigindo que essas trabalhadoras cumpram, muitas vezes, três jornadas de trabalho: profissional, familiar e educacional. Este estudo teve como objetivo analisar os mecanismos de dominação refletidos nas ações de mulheres que "conciliam" as atividades profissionais, o cuidado com a família e as exigências da educação continuada, utilizando como referência principal o trabalho de Pierre Bourdieu. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, cuja coleta de dados ocorreu através de entrevista, buscando obter as histórias orais temáticas de cinco mulheres. Os relatos foram submetidos à técnica de análise do conteúdo e os resultados revelam que a busca pela qualificação deriva da preocupação com a empregabilidade e que a disputa profissional está ligada não apenas ao gênero, mas também à concorrência com profissionais mais jovens. Apesar de as mulheres fazerem referência ao início de uma revisão da divisão sexual de tarefas do lar, a empregada doméstica ainda se revela fundamental nesse processo de delegação e de conciliação. Para se dedicar aos estudos, elas abdicaram do lazer, não como um sacrifício, mas sim como um ato de nova significação das coisas. Tal qual beija-flor, que conjuga trabalho e reprodução das espécies botânicas, elas esperam conciliar as jornadas com rapidez, mas também com graça e leveza.

  4. Alteração da relação testosterona: cortisol induzida pelo treinamento de força em mulheres Alteración de la relación testosterona: cortisol inducida por el entrenamiento de fuerza en mujeres Alteration of testosterone: cortisol ratio induced by resistance training in women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marco Carlos Uchida

    2004-06-01

    Full Text Available A razão entre a concentração de testosterona e cortisol (T:C é freqüentemente utilizada como indicativo do nível de estresse imposto pelo exercício. Alterações na concentração destes hormônios são responsáveis por modular diversas respostas induzidas pelo treinamento, como hipertrofia e ganho de força. O objetivo do presente estudo foi examinar a influência do protocolo de treinamento de força, conhecido como múltiplas-séries (MS, sobre o ganho de força, de resistência muscular localizada e a relação entre a concentração de hormônios catabólicos (cortisol e anabólicos (testosterona. Para testar esta hipótese cinco jovens do sexo feminino com um ano de experiência em treinamento de força foram submetidas ao protocolo MS. As amostras de sangue foram coletadas antes e imediatamente após o exercício, no primeiro dia e após oito semanas de treinamento. Os testes de 1-RM e de repetições máximas foram realizados também no início e ao final das oito semanas de treinamento de força. Não foram observadas alterações na massa corporal, no IMC, na percentagem de massa gorda e na força máxima (1-RM no supino, no agachamento e na rosca direta. O número de repetições máximas a 50% de 1-RM foi aumentado apenas para o supino (p La razón entre testosterona y cortisol (T:C es frecuentemente utilizada como indicador del nivel de stress impuesto por el ejercicio. Las alteraciones de las concentraciones de estas hormonas son las responsables por modular diversas respuestas inducidas por el entrenamiento, como son la hipertrofia y el aumento de la fuerza. El objetivo del presente estudio fué examinar la influencia del protocolo de entrenamiento de fuerza, conocido como series multiples (MS, sobre la ganancia de fuerza, la resistencia muscular localizada y la relación entre las concentraciones de las hormonas catabólicas (cortisol y anabólicas (testoterona. Para testar esta hipótesis, cinco jovenes del sexo feminino

  5. Por que os homens buscam menos os serviços de saúde do que as mulheres? As explicações de homens com baixa escolaridade e homens com ensino superior Why do men use health services less than women? Explanations by men with low versus higher education

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Romeu Gomes

    2007-03-01

    Full Text Available O estudo tem como objetivo analisar as explicações presentes em discursos masculinos para a pouca procura dos homens por serviços de saúde. O método do estudo baseia-se numa abordagem de pesquisa qualitativa. A representação do cuidar como tarefa feminina, as questões relacionadas ao trabalho, a dificuldade de acesso aos serviços e a falta de unidades especificamente voltadas para a saúde do homem são os principais motivos expressos pelos sujeitos para a pouca procura pelos serviços de saúde. Conclui-se, dentre outros aspectos, que o imaginário social que vê o homem como ser invulnerável acaba contribuindo para que ele menos se cuide e mais se exponha a situações de risco.The objective of this study was to analyze explanations in male discourse for men's relatively limited use of health services, using a qualitative methodology. Representation of caring as a female task, work-related issues, difficult access to services, and lack of services specifically targeting men's health were the main reasons for their limited use of health services. By way of conclusion, the social imaginary by which men are viewed as invulnerable leads them to take less care of their own health and expose themselves to greater risk.

  6. Quem chegar por último é mulher do padre: as Cartas de Perdão de concubinas de padres na baixa Idade Média portuguesa Last one there's the priest's wife: the Letters of Pardon to priests concubines in lower portuguese Middle Ages

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edlene Oliveira Silva

    2011-12-01

    Full Text Available Na sociedade medieval portuguesa, a prática do concubinato clerical representou uma ameaça ao celibato e ao casamento religioso, instituições fundamentais para o projeto de ordenamento social defendido pela Igreja e pela monarquia. Nos séculos XIV e XV, as leis civis definiram o concubinato clerical como um crime. No entanto, havia a possibilidade de absolvição ou diminuição da pena por meio das Cartas de Perdão, importante instrumento jurídico para compreender as representações de gênero que mediaram o olhar da justiça, forjando a imagem das concubinas como pecadoras e criminosas.In the medieval Portuguese society, the practice of clerical concubinage represented a threat to celibacy and religious marriages. These were fundamental institutions to the social ordination project defended by the Church and the monarchy. In the fourteenth and fifteenth centuries the civil laws defined clerical concubinage as crime. However, there was the possibility of acquittal or sentence reduction by means of Letters of Pardon, an important legal tool to understand the gender representations that have mediated the eye of justice, forging the image of concubines as sinners and criminals.

  7. Programa Bolsa Família e violência doméstica contra a mulher no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gustavo Carvalho Moreira

    Full Text Available Resumo A violência contra as mulheres implica custos diretos e indiretos ao indivíduo, à família e à sociedade, atingindo principalmente as classes de baixa renda. Diante dessa realidade, o presente estudo procurou analisar como uma política pública de transferência de renda condicionada - Programa Bolsa Família (PBF é capaz de influenciar tal fenômeno. Os resultados encontrados apresentam evidências de que o PBF possui efeito de aumentar a violência contra a mulher. Ademais, aquelas domiciliadas no meio rural, com baixa escolaridade e com rendimentos relativamente menores aos do cônjuge são as que merecem maior atenção, uma vez que este grupo possui maior risco de sofrer violência. Como sugestão, as políticas públicas deveriam expandir a condicionalidade da saúde para a mulher por meio de ações educativas, como o acompanhamento da situação intrafamiliar, que é fornecido pela assistência social do Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família - PAIF.

  8. Mulheres e homens: diferentes também na percepção das notas musicais?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jandilson Avelino da Silva

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi avaliar a percepção das notas musicais RÉ, FÁ, e LÁ em adultos jovens. Participaram do estudo 20 homens e 20 mulheres de 18 a 29 anos, saudáveis, não músicos e não usuários de fármacos ou outras substâncias tóxicas. Realizou-se um teste de discriminação de notas musicais com escolha forçada entre duas alternativas, por meio do qual os participantes escolheram um estímulo previamente apresentado. Comparou-se a frequência de acertos na discriminação das notas musicais em relação ao sexo dos participantes. Encontraram-se diferenças estatisticamente significantes na nota musical Fá, sendo que os homens apresentaram maior quantidade de acertos que as mulheres. Esses resultados encontrados sugerem diferença na percepção das notas musicais para mulheres e homens.

  9. Representações da mulher em cartas bíblicas analisadas sob a perspectiva sistêmico-funcional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Angela Maria Rossi

    2014-02-01

    Full Text Available Este artigo tem como objetivo analisar como a linguagem é usada para representar a mulher em duas cartas bíblicas do Novo Testamento sob o enfoque da Gramática Sistêmico-Funcional, de Halliday e Matthiessen (2004. Para isso, utilizamo-nos de categorias que realizam as três metafunções da linguagem. Na metafunção ideacional, ocupamo-nos do sistema de transitividade; da metafunção interpessoal, focalizamos o sistema de MODO e a polaridade; na metafunção textual, detemo-nos na estrutura temática. A análise conjunta dessas categorias evidenciou que a escolha pelo Tema Ideacional conjugada à função de fala proposta direcionada à mulher e às funções léxico-gramaticais de Ator, Experienciador e Portador desempenhadas por esse participante representam a mulher principalmente como submissa ao homem, ao marido e à sociedade.

  10. Planejamento familiar de mulheres com transtorno mental: o que profissionais do CAPS têm a dizer

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Escolástica Rejane Ferreira Moura

    2012-08-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi verificar demandas de planejamento familiar que chegam ao Centro de Atendimento Psicossocial (CAPS e investigar contribuições desse serviço para as mulheres portadoras de transtorno mental. Trata-se de estudo qualitativo, realizado com oito profissionais de um CAPS de Fortaleza-CE. A coleta de dados ocorreu por meio de entrevista, sendo utilizada para análise a técnica de conteúdo. As demandas detectadas foram: solicitação de informações pelos familiares para lidar com paciente sexualmente ativo; pacientes suscetíveis à violência sexual e gravidez; mulheres com depressão, em uso de carbonato de lítio. As contribuições: necessidade de rede integrada (atenção básica/CAPS, com profissionais conhecedores das particularidades do planejamento familiar dessas mulheres - parte defende atendimento na atenção básica, parte, atendimento no CAPS, destacando-se o matriciamento como estratégia a corresponsabilizar os dois polos, evitando encaminhamentos desnecessários aos CAPS, pelo fortalecimento da resolubilidade dos casos na atenção básica.

  11. Mulheres no tráfico de drogas: retratos da vitimização e do protagonismo feminino = Women in drug trafficking: pictures of female victimization and protagonism

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Barcinski, Mariana

    2016-01-01

    Full Text Available A partir das histórias relatadas por duas mulheres com um longo envolvimento passado na rede do tráfico de drogas em favelas do Rio de Janeiro, este ensaio tem por objetivo problematizar a tradicional vitimização e submissão com que usualmente a literatura caracteriza as trajetórias de mulheres criminosas. O que as histórias dessas mulheres atestam é que a possibilidade de ocuparem posições masculinas e obterem o respeito e o prestígio atribuído aos homens traficantes são grandes motivadores para o ingresso e a permanência de mulheres na rede do tráfico de drogas. Neste sentido, é pela apropriação de características e comportamentos masculinos, tais como a violência e a submissão de outras mulheres, que elas confirmam seu limitado poder

  12. Maus-tratos e discriminação na assistência ao aborto provocado: a percepção das mulheres em Teresina, Piauí, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alberto Pereira Madeiro

    Full Text Available Resumo O tratamento das complicações do aborto provocado pode ser dificultado por atitudes de discriminação praticadas por profissionais de saúde nos hospitais e serviços de aborto. Este artigo recuperou histórias de violência institucional entre mulheres que provocaram o aborto em condições ilegais e inseguras. Foram entrevistadas 78 mulheres internadas em um hospital público de referência em Teresina por complicações do aborto provocado. Utilizou-se roteiro semiestruturado com perguntas sobre práticas e itinerários de aborto e violência institucional durante a internação. Práticas discriminatórias e de maus-tratos durante a assistência foram relatadas por 26 mulheres, principalmente entre aquelas que confessaram a indução do aborto. Julgamento moral, ameaças de denúncia à polícia, negligência no controle da dor, longa espera pela curetagem uterina e internação conjunta com puérperas foram os principais tipos de violência institucional narrados. As práticas de violência institucional na assistência ao aborto provocado violam o dever de acolhimento do serviço de saúde e impedem que as mulheres tenham suas necessidades de saúde atendidas.

  13. Imigração da Mulher Latina no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariângela Moreira Nascimento

    2017-06-01

    Full Text Available O presente artigo traz, de forma modesta, algumas reflexões sobre a mulher imigrante latina no Brasil. Apresenta o fluxo migratório como um movimento de geração de diferenças e identidades que exige nova base teórica e empírica para ser compreendido. Dessa forma, procura compreender o fenômeno da migração em outra base teórico-metodológica permitindo-nos investigar a condição da mulher imigrante no contexto social brasileiro como sujeito ativo, contrariando o estereótipo da mulher migrante como dependente e passiva.

  14. A REPRESENTAÇÃO DAS MULHERES NEGRAS NO MERCADO DE TRABALHO NAS CIDADES BRASILEIRAS NO SÉCULO XIX

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Madalena Dias Freitas

    2012-07-01

    Full Text Available O presente artigo desenvolve uma leitura sobre a representação das mulheres negras nos espaços públicos de cidades brasileiras no século XIX, ressaltando as atividades exercidas pelas mulheres escravas, pobres, forras e livres no mercado de trabalho urbano, que sobreviviam atuando em diversas profissões como lavadeiras, quitandeiras, vendedoras, amas-de-leite, engomadeiras e cozinheiras. Mencionando aquelas que fazem parte dos trabalhos domésticos, algumas livres, algumas escravas e outras escravas de aluguel. Concluímos que, nas atividades de escravas de aluguel essas mulheres eram exploradas por seus senhores que obtinham uma renda significante. Estabelecemos, portanto, uma discussão à cerca do papel das amas-de-leite de aluguel, personagens importantes na cultura urbana do período, pois, além da atividade de amamentação, elas se alternavam em atividades domésticas como mucamas e vendedoras. Fazemos ainda uma discussão sobre a relação de afetividade estabelecida entre criança e a ama-de-leite, provocando certa influência no processo de aprendizagem e na formação cultural das crianças brancas que assimilaram tanto a linguagem como variados costumes e hábitos africanos. Nesse contexto, esse trabalho destaca ainda a presença das mulheres negras nas ruas das principais cidades brasileiras, evidenciando estas vendedoras com seus tabuleiros de quitutes, ocupando becos e travessas, dividindo o espaço do comércio de rua com outros negros escravos e livres.

  15. Aplicação da Lei Maria da Penha nas delegacias de mulheres: O caso do Rio de Janeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cláudia Abdala

    2011-10-01

    Full Text Available O artigo analisa a trajetória das queixas de violência conjugal prestadas por mulheres em cinco DEAMs do estado do Rio de Janeiro. São discutidos: o número de queixas realizadas e efetivamente transformadas em registros de ocorrência no período de 2005-2008; os diversos obstáculos encontrados pelas mulheres para tornar públicos os maus-tratos que sofrem e o impacto da sanção da Lei Maria da Penha no número de registros de ocorrência nessas delegacias. O estudo mostrou o risco que ainda hoje uma mulher corre quando decide denunciar a violência. Buscou-se também destacar o quanto à violência psicológica contra a mulher é naturalizada nas delegacias.  The article Application of the Maria da Penha Law at Police Stations for Women in Rio de Janeiro reviews the history of complaints of domestic violence reported by women in five DEAMs (special police stations for women in Rio de Janeiro state, Brazil. The study investigates the number of complaints made and effectively transformed into reports in the period 2005-2008, the various obstacles faced by women to make known the abuse they suffer and the impact of the sanctioning of the Maria da Penha Act on the number those reports. The study demonstrates the risk that women still run when they decide to report violence and the extent to which psychological abuse against women is naturalized in the police stations. Key words: domestic violence, complaints, Maria da Penha Act, Rio de Janeiro, police stations for women

  16. Dificuldades para obter informações da população de mulheres sobre aborto ilegal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Osis Maria José D.

    1996-01-01

    Full Text Available Qualquer tentativa de se investigar a prática de abortos ilegais deve lidar com o problema de estar perguntando às mulheres acerca de um tema delicado, sensível, com implicações múltiplas, o que leva a dificuldades para se obter informações verazes. O estudo realizado enfoca principalmente aspectos metodológicos de uma pesquisa realizada junto a uma população de mulheres de 15 a 49 anos de idade, com o objetivo de verificar a freqüência e as condições em que era feito o aborto provocado em uma região do Estado de São Paulo (Brasil. Foram entrevistadas, em seus domicílios, 1.955 mulheres. Utilizou-se um questionário estruturado e pré-testado. A maioria das entrevistadas declarou nunca ter abortado nem pensado em fazê-lo, enquanto 4% referiram alguma vez ter feito aborto; 16,7% disseram que, pelo menos uma vez, tomaram chá/remédio para menstruar. Entre as que acreditaram estar grávidas na ocasião, a maioria informou nunca ter abortado, apesar de terem menstruado quando ingeriram chá/remédio. Os resultados permitiram concluir que as mulheres tendem a omitir a informação sobre a prática de aborto quando perguntadas diretamente sobre isso. Especialmente aquelas que o induzem por ingestão de substâncias parecem não reconhecer esse ato como sendo uma forma de interromper a gestação.

  17. MEMÓRIAS NARRATIVAS DO PROJETO MULHERES DE FORTALEZA: IGUALDADE DE GÊNERO E INCLUSÃO SOCIAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Júlio César Ferreira Lima

    2017-03-01

    Full Text Available No Brasil, a abordagem por gênero revela entraves para inclusão feminina. Mesmo sendo a participação feminina maior que a masculina na aquisição de educação formal, mulheres são discriminadas em relação à inserção no mercado de trabalho. O Projeto Mulheres de Fortaleza (PMF, desenvolvido desde 2007 com mulheres em situação de vulnerabilidade, visa o aumento no nível de escolaridade, diminuição da exclusão econômica e conscientização dos direitos de cidadão. O objetivo geral do trabalho foi compreender a percepção das participantes das duas primeiras turmas acerca do PMF. Em específico foi preciso identificar interpretações sobre inserção e participação nas atividades e detectar ações para melhor aplicabilidade. O trabalho se caracterizou como um estudo de caso exploratório com abordagem qualitativa, a partir da interpretação de depoimentos orais de 26 mulheres. Foi aplicado o método indutivo para se chegar a uma conclusão ampla sobre a eficácia do Projeto. Concluiu-se que entre os pontos positivos estavam discussões sobre cidadania para uma melhor consciência de direitos e deveres, e a aprovação das atividades. Contudo, os resultados também apontaram pontos críticos de melhoria, sugeridos com bastante propriedade pelas participantes.

  18. Prevalência de isquemia miocárdica na cintilografia em mulheres nos períodos pré/pós-menopausa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniel Augusto Message dos Santos

    2013-12-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: No período pós-menopausa, a presença dos fatores de risco para doença arterial coronária (DAC aumentam. Entretanto, não é bem estabelecida a diferença de prevalência de isquemia miocárdica em mulheres pré/pós-menopausa com múltiplos fatores de risco para DAC. OBJETIVO: Comparar a prevalência de isquemia na cintilografia de perfusão miocárdica com sestamibi-99mTc (CPM em mulheres nos períodos pré/pós-menopausa e avaliar se a menopausa pode ser considerada fator preditor de risco independente para isquemia em mulheres com múltiplos fatores de risco para DAC. MÉTODOS: Analisamos, retrospectivamente, 500 CPM de mulheres pré/pós-menopausa, com múltiplos fatores de risco cardiovascular. A análise estatística foi realizada por teste exato de Fisher e pelas análises univariada e multivariada, sendo considerado significativo o valor de p < 0,05. RESULTADOS: Do total, 55,9% das mulheres estavam no período pós-menopausa, 83,3% eram hipertensas, 28,9% diabéticas, 61,2% dislipidêmicas, 32,1% tabagistas, 25% obesas e 34,3% já apresentavam DAC conhecida. No grupo pós-menopausa, as mulheres eram mais hipertensas, diabéticas e dislipidêmicas, e tiveram menor capacidade funcional no teste ergométrico (p = < 0,005. Não houve diferença estatística significativa na presença de isquemia na CPM entre os grupos pré/pósmenopausa (p = 0,395. A única variável associada à isquemia na CPM foi a presença de DAC prévia (p = 0,004. CONCLUSÃO: Os resultados obtidos sugerem que, em mulheres com múltiplos fatores de risco para DAC, a menopausa não foi fator preditor independente de isquemia na CPM. Essas informações reforçam a ideia de que a investigação de isquemia pela CPM em mulheres com múltiplos fatores de risco para DAC talvez deva iniciar antes da menopausa.

  19. Vivencias emocionais de mulheres submetidas a cirurgia bariatrica no Hospital de Clinicas da Unicamp : um estudo clinico-qualitativo

    OpenAIRE

    Ronis Magdaleno Junior

    2009-01-01

    Resumo: Este estudo teve por objetivo compreender as vivências emocionais de mulheres obesas mórbidas submetidas à cirurgia bariátrica. A obesidade tornou-se, globalmente, um grave problema de saúde pública e, em função disto, tem crescido de modo expressivo o número de cirurgias bariátricas como opção de tratamento para a obesidade mórbida. Contudo, é um procedimento que implica em importantes modificações físicas e psicossociais para o paciente. Metodologia: Aplicamos o Método Clínico Quali...

  20. Conhecimento de mulheres sobre o exame de Papanicolaou

    OpenAIRE

    Valente, Carolina Amancio; Andrade, Viviane; Soares, Maurícia Brochado Oliveira; Silva, Sueli Riul da

    2009-01-01

    Estudo epidemiológico, quantitativo, descritivo, transversal. Realizado com mulheres, estudantes do ensino médio noturno em escolas públicas para identificar conhecimentos sobre o exame de Papanicolaou. Participaram 1035 mulheres sendo 476 maiores de 18 anos, que compuseram o grupo de sujeitos. Após consentimento foi aplicado questionário com questões objetivas, capazes de identificar conhecimentos a respeito do exame de Papanicolaou, bem como perfil sócio-epidemiológico do grupo; foi realiza...

  1. FACES DO FEMININO SAGRADO: O ARQUÉTIPO DA MULHER SELVAGEM

    OpenAIRE

    Martins, Camila Alves

    2006-01-01

    As imagens do feminino sagrado encontram-se apagadas diante da formação do poderio masculino, por isso, a busca de um espaço de integração entre o princípio feminino e o masculino se faz necessária. O trabalho é uma pesquisa teórica e qualitativa dividida em três capítulos que retrata uma analogia entre o arquétipo da Mulher Selvagem , a figura mítica de Lilith, e a personagem bíblica de Maria Madalena. Na historicidade dos relatos míticos percebemos uma imagem demonizada das ...

  2. Mulheres e vida pública em Porto Alegre no século XIX

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cássia Daiane Macedo da Silveira

    2016-05-01

    empreender a instrução das mulheres na Província de São Pedro do Rio Grande do Sul. Entendese que essa Sociedade foi um espaço onde se cruzaram diferentes interesses no que concerne a esse assunto, onde diferentes possibilidades e projetos de futuro entravam em conflito. Nesse jogo de forças em que se disputava modelos culturais e políticos, pode-se entrever as estratégias das partes envolvidas, mais fracas ou mais fortes, para acomodar suas ideias no seio da instituição. As fontes utilizadas são, principalmente, os textos da Revista da Sociedade, as atas do grupo e os livros de memórias escritos por seus membros

  3. O trabalho como meio de ascensão social para mulheres bem sucedidas profissionalmente

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Oliveira, Janaina Cruz de

    2012-01-01

    Full Text Available Com vistas a entender o processo receptivo de revistas femininas por mulheres bem sucedidas profissionalmente, foram realizadas quatro entrevistas em profundidade buscando como cada uma das leitoras entendia o trabalho em suas vidas a partir da autodefinição de ‘bem sucedida profissionalmente’. Além de explorar a trajetória profissional das leitoras, a entrevista buscou seus históricos familiares de trabalho, com o objetivo de entender a mediação familiar na vida e nos conceitos de carreira/profissão. Os resultados apontam para uma forte influência familiar no sucesso profissional e educacional de cada uma delas, destacando a ascensão social conquistada através do trabalho

  4. 40 anos de independência. Uma reflexão em torno da condição da mulher angolana

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ermelinda Liberato

    2016-09-01

    Full Text Available A comemoração dos 40 anos de independência de Angola constitui o ponto de partida para fazermos um balanço sobre a condição e a posição da mulher naquele país ao longo desse período. Por se tratar de um período longo, marcado por inúmeros acontecimentos que de uma forma ou de outra moldaram o país, dividimos a nossa análise em três momentos distintos: o primeiro corresponde ao período pós-independência, caracterizado pela luta das mulheres pelo reconhecimento da sua condição e pela sua afirmação; o segundo compreende o período pós-guerra (2002-2015, caracterizado por um crescimento económico significativo, de expectativas, sonhos e de esperança na melhoria da sua condição e posição na sociedade. O terceiro momento, mais atual, corresponde à análise da realidade, numa confrontação entre os dados recolhidos e a realidade observada que nos leva a concluir que as condições de vida da mulher angolana, e em particular a sua posição na sociedade é, de longe, muito mais complexa do que aquela que os documentos nos transmitem

  5. Gênero, violência e viver na rua: vivências de mulheres que fazem uso problemático de drogas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Rebeca Rocha de Souza

    Full Text Available RESUMO Objetivo Descrever vivências de mulheres, em situação de rua, que fazem uso problemático de drogas. Método Pesquisa qualitativa cujos dados foram produzidos por entrevista semiestruturada realizada com sete mulheres matriculadas em um CAPSad em Salvador-BA, no período de outubro a dezembro de 2012. Resultados A análise de conteúdo temática foi adotada para organização dos dados, emergindo desse processamento duas categorias temáticas: Gênero, violência e uso de drogas: O que muda e o que se perpetua na vida de mulheres usuárias; Sem lenço e sem documento: o viver na rua. Conclusão Os resultados revelam a reprodução de condutas vivenciadas no contexto familiar e de construções sociais que mantêm as mulheres em situação de vulnerabilidade para agravos sociais e de saúde, dentre eles o início e a manutenção do uso problemático de drogas.

  6. A PRODUÇÃO DE SENTIDOS SOBRE MULHERES NEGRAS E O BRANQUEAMENTO DO MAGISTÉRIO NO RIO DE JANEIRO NA PRIMEIRA REPÚBLICA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Lúcia Rodrigues Muller

    2014-08-01

    Full Text Available Este artigo apresenta a presença de professoras negras no magistério do Rio de Janeiro, antigo Distrito Federal, no período da Primeira República correlacionando-o a um quadro explicativo do processo de construção simbólica que, no mesmo período,  retirou da mulher negra letrada a capacidade de apresentar-se como difusora e produtora de bens culturais. Para tal analisei a literatura produzida pelo pensamento social brasileiro no período, em especial textos de médicos eugenistas e de outros intelectuais que dialogavam com o pensamento eugênico. Demonstro que se transferiu às mulheres negras toda a carga negativa conferida ao grupo negro pelas teorias racistas, terminando por dificultar e praticamente impedir o acesso de mulheres negras aos cargos do magistério. Essas teorias então em voga entre as elites intelectuais,  acrescentadas de certa misoginia, presente no discurso eugenista,  terão conseqüências indeléveis no imaginário social brasileiro no que se refere às mulheres negras. Palavras chave: Educação, Professoras Negras, Racismo e Produção de Sentidos.

  7. A tríplice jornada de mulheres pobres na universidade pública: trabalho doméstico, trabalho remunerado e estudos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rebeca Contrera Ávila

    2012-09-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.1590/S0104-026X2012000300011 Este artigo é fruto de uma pesquisa de abordagem microssociológica realizada commulheres de camadas populares que frequentam cursos noturnos em uma universidade pública.Trata da experiência de mulheres que, a despeito de já levarem uma dupla jornada de trabalhodiária como mães, donas de casa e profissionais, resolvem dar prosseguimento aos estudos ecursar a universidade, passando a vivenciar uma tríplice jornada de trabalho diária. Além decolocar em evidência algumas das estratégias de sobrevivência e longevidade escolarempreendidas por essas mulheres no interior do espaço universitário, aponta também como sedeu a conciliação (ou não entre as obrigações domésticas, trabalhistas e escolares. Ao mesmotempo que se percebem como mulheres-vítimas, também se impõem como mulheres-sujeitos.São conscientes de suas limitações, mas se negam a desistir de seus sonhos.

  8. Sentimentos de mulheres jovens frente ao diagnóstico de câncer de mama feminino = Feelings of young women facing diagnosis of female breast cancer

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gontijo, Isabella Barros Rabelo

    2014-01-01

    Full Text Available Objetivo: Identificar e descrever os sentimentos de mulheres jovens a partir do diagnóstico de câncer de mama feminino, bem como apresentar as estratégias construídas por essas mulheres para lidarem com as repercussões dessa notícia. Materiais e Métodos: Pesquisa qualitativa, com entrevistas semiestruturadas, que envolveu três mulheres com a confirmação do diagnóstico. A análise das entrevistas utilizou o referencial construcionista social, o que resultou na elaboração das seguintes temáticas: ser mulher; o diagnóstico; o tratamento e suas implicações. Resultados: Os resultados mostraram que o diagnóstico desperta o medo da morte e choque, os quais são amenizados preferencialmente na relação com a religiosidade. Além disso, ocorrem repercussões na autonomia e alterações na feminilidade. Conclusão: Propõe-se a relevância da assistência interdisciplinar direcionada a essa população, bem como a continuidade dos estudos para essa faixa etária

  9. Potenciais interações relacionadas ao uso de medicamentos, plantas medicinais e fitoterápicos em mulheres no período do climatério Potential drug interactions in relation with the use, medicine plants and herbal in premenopausal women period

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gabriela Tassotti Gelatti

    2016-04-01

    Full Text Available Objetivo: Identificar as potenciais interações decorrentes do uso de plantas medicinais e fitoterápicos concomitante a medicamentos utilizados por mulheres climatéricas. Método: Trata-se de um estudo transversal, descritivo e analítico realizado com 87 mulheres climatéricas atendidas nas Estratégias de Saúde da Família VII e VIII do município de Ijuí/RS e que fazem parte da pesquisa institucional “Estudo multidimensional de mulheres no processo de envelhecimento”. Resultados: Das 87 mulheres estudadas, 55 utilizavam pelo menos uma planta medicinal e nove mulheres utilizavam pelo menos um fitoterápico concomitante a medicamentos, totalizando 26 mulheres expostas a interações entre plantas e medicamentos e seis mulheres expostas a interações entre fitoterápicos e medicamentos. Conclusão: O estudo revelou alta exposição a interações decorrentes do uso de plantas medicinais e fitoterápicos concomitante a medicamentos em usuárias do Sistema Único de Saúde municipal sendo que é necessário o acompanhamento do uso desses produtos pelos profissionais de saúde.

  10. A luta pela liberdade em casa e na rua : a construção do direito das mulheres a partir do projeto Promotoras Legais Populares do Distrito Federal

    OpenAIRE

    Fonseca, Lívia Gimenes Dias da

    2012-01-01

    Este trabalho trata sobre a prática da educação jurídica popular feminista realizada pelo projeto de Promotoras Legais Populares do Distrito Federal (PLPs/DF). A pergunta que se busca responder é se este projeto pode ser considerado como um espaço de construção de Direitos. No Capítulo 1 é realizado um resgate histórico do projeto de PLPs a partir da história das lutas das mulheres no Brasil o que possibilita percebê-lo como continuidade das lutas por reconhecimento dos Direitos das mulheres...

  11. Opinião das mulheres sobre as circunstâncias em que os hospitais deveriam fazer abortos Women's opinions on circumstances under which hospitals should perform abortions

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria José Duarte Osis

    1994-09-01

    Full Text Available Pouco se sabe a respeito da opinião que as mulheres brasileiras têm acerca do aborto provocado. Em um estudo realizado na região de Campinas, se quis conhecer, entre outras coisas, o que pensavam as mulheres sobre as circunstâncias em que os hospitais deveriam fazer abortos. Foram entrevistadas 1838 mulheres em idade fértil e que tinham engravidado pelo menos uma vez. Para saber se existiam algumas características das mulheres associadas à sua opinião, foi feita uma análise univariada, seguida por uma multivariada por regressão logística. As mulheres solteiras e as que haviam tido pelo menos um aborto provocado foram as que tiveram opinião mais favorável à realização de abortos pelos hospitais em todas as circunstâncias perguntadas. As circunstâncias de estupro, risco de vida para a mulher e malformação fetal foram as que tiveram maior acordo. A proporção de mulheres que se manifestaram favoráveis foi menor no caso de aborto por razões que trazem conseqüências à mulher mas não podem ser observadas direta e objetivamente por outras pessoas.Little is known about the opinion of Brazilian women on induced abortion. One objective of a study carried out in the region of Campinas, São Paulo State, was to learn whether women agreed as to specific circumstances under which hospitals should provide abortions. A total of 1838 women of childbearing age and who had been pregnant at least once were interviewed. Single women and those who had had at least one induced abortion were the ones who most agreed with hospitals performing abortions under the circumstances presented. The circumstances most accepted were rape, the woman's life being at risk, and fetal malformation. A smaller percentage of women were in favor of abortion when the reasons affected the woman but could not be observed in a direct and objective way by others.

  12. Maryam Mirzakhani : a primeira mulher vencedora da Medalha Fields

    OpenAIRE

    Martins, Maria do Carmo

    2015-01-01

    Este artigo apresenta uma breve biografia de Maryam Mirzakhani, a primeira mulher vencedora da Medalha Fields, prémio instituído desde 1936 e que é concedido de quatro em quatro anos a matemáticos com menos de 40 anos.

  13. Estresse em mulheres com Diabetes mellitus tipo 2

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Cristina Lessmann

    2011-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: O objetivo do estudo foi investigar a relação entre estresse e Diabetes Mellitus Tipo 2 em mulheres. MÉTODO: Estudo transversal prospectivo, desenvolvido com 147 mulheres, utilizando a Escala de Estresse Percebido (PSS. RESULTADOS: Houve associação entre as variáveis testadas, sendo possível inferir que as mulheres com estresse elevado são as que vivenciaram sofrimento e apresentam controle glicêmico alterado, ou seja, com valores superiores a 180 mg/dL. A maioria relatou sofrimento decorrente de problemas nas relações interpessoais, óbito, doença de familiares e solidão. CONCLUSÃO: Mulheres com DM2 que convivem com estresse e/ou sofrimento constituem grupo vulnerável ao desenvolvimento de agravos à saúde demandando aos serviços de saúde o desenvolvimento de estratégias que modifiquem esta situação.

  14. O lugar da mulher é na política?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nélida Reis Caseca Machado

    2015-06-01

    Full Text Available O nome atribuído a este artigo é provocativo e tem o intuito de apontar os caminhos trilhados nesta pesquisa. É que, mesmo diante de todo o avanço social, a mulher continua fazendo sua trajetória de vida indagando onde é o seu lugar, bem como é olhada pelos outros que também perguntam onde é o lugar dela. Este trabalho possui, então, o intuito de questionar e apontar os possíveis motivos pelos quais, no Brasil, as mulheres não participam ou participam pouco da política. Para tanto, faz uma abordagem em três eixos que nortearão todos os raciocínios: a mulher não participa porque não pode, porque não quer e, também, porque ninguém quer. Pretende chamar a atenção dos acadêmicos para a pouca participação da mulher na política e acerca da apatia geral e isso pode, de alguma forma, influenciar o cenário de participação feminina na seara política.

  15. O corpo da mulher contemporânea em revista

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Christiane Moura Nascimento

    2012-08-01

    Full Text Available O corpo emergiu como "o mais belo objeto" na contemporaneidade, sob a regência do capitalismo. A sociedade de consumo, do espetáculo, do narcisismo são expressões da cultura contemporânea, que através da mídia influencia os hábitos de consumo e principalmente a subjetividade feminina. O corpo feminino é mostrado frequentemente na televisão e nas revistas femininas, como expressão do corpo-beleza. Para atingir os objetivos propostos neste artigo, que são investigar a influência da mídia na subjetividade feminina e investigar o lugar cultural criado à mulher e a seu corpo na contemporaneidade, foi utilizado o "método investigativo" da psicanálise. Uma revista feminina brasileira e uma propaganda (desta revista de um produto de uso exclusivo das mulheres foram escolhidas como objeto. Na análise, encontrou-se uma forte relação entre mercado consumidor, mulher, e consumo de si, o que demonstrou que o lugar criado à mulher é realmente a mídia, a publicidade e o mercado consumidor.

  16. Mulheres e homens em sindicato docente: um estudo de caso Men and women in an educator's union: a case study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Ondina Vieira Ferreira

    2004-08-01

    Full Text Available O estudo examina a relação entre participação feminina e masculina no Centro dos Professores do Estado do Rio Grande do Sul - CPERS/Sindicato -, comparando filiação e presença nas diretorias da entidade segundo o sexo, para verificar se nessa entidade a situação das mulheres é diferente da sua situação em outras diretorias de sindicatos de classe, com base composta majoritariamente por homens. Discorre sobre a reduzida participação sociopolítica das mulheres, apresentando, também, números sobre docência e gênero no Brasil. Os resultados indicam inversão da proporcionalidade homens/mulheres na base da categoria em relação às direções da entidade, de tal maneira que, mesmo estando as mulheres bem representadas nesse sindicato, são os homens que ocupam os lugares com maior poder de mando e prestígio, como nas diretorias. Por fim, considerando que a atividade sindical é dominada por um viés masculino, questiona-se se o sindicato estaria tendo condições de acompanhar possíveis modificações na identidade docente, a partir da imagem que tem da categoria.This study examines the relationship between male and female participation in the Centro dos Professores do Estado do Rio Grande do Sul - CPERS/Sindicato (Center of Educators in the State of Rio Grande do Sul - CPERS/Union, comparing membership and presence in the board of directors according to sex, to find out whether women's situation in this union is different from those of other class union boards of directors, composed mostly of men. It discusses the small social and political participation of women and shows some figures on educators and gender in Brazil. The findings indicate a men vs. women proportionality inversion in the category base compared to the board of directors, in such a way that, although women are well represented in this union, men are the ones who occupy positions of greater power and prestige, such as the board. Finally, considering the fact

  17. Mulheres enfrentando as violências: a voz dos operadores sociais Women facing violence: the voice of social workers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Dewes Presser

    2008-09-01

    Full Text Available Este artigo tem o objetivo de esclarecer a rota crítica de mulheres do município de São Leopoldo no enfrentamento da violência, por meio da análise das práticas discursivas de um grupo de trabalhadores de instituições sociais. Realizou-se uma seleção intencional de instituições dos setores saúde, educação, policial, jurídico-legal e comunitário e foram entrevistados dois representantes de cada setor. A partir das práticas discursivas dos operadores, percebemos que a violência praticada contra as mulheres é um problema de elevada frequência e baixa resolubilidade institucional. No processo da rota crítica - o caminho percorrido pelas mulheres para romper com a violência - muitas não recebem o acolhimento nos serviços. Apesar da criação do Centro de Referência para Mulheres, ainda há muito a ser feito para efetivar as políticas públicas. Os depoimentos dos trabalhadores sociais foram enunciados a partir da posição institucional que ocupam, e, nesses discursos, eles minimizaram os pedidos de ajuda das mulheres, culpabilizando-as. Os operadores ligados às organizações comunitárias foram os mais solidários e compreensivos. Os resultados da pesquisa mostram que não há uma única rota ou itinerário ideal; pelo contrário, a rota percorrida pelas mulheres é longa, dolorosa e nem sempre eficiente. Nem todas as rotas empreendidas pelas mulheres em São Leopoldo puderam ser conhecidas, porém o fato de outros serviços estarem sendo disponibilizados na cidade, certamente possibilitará o traçado de outros caminhos.This article investigates the critical path followed by women facing violence in the city of São Leopoldo through the analysis of discursive practices of a group of workers from social institutions. An intentional selection of institutions was carried out, including the following areas: health, education, police force, law and community. Two representatives of each sector were interviewed. Based on the

  18. ATENÇÃO À SAÚDE DE HOMENS E MULHERES EM SITUAÇÃO DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA: uma experiência de Diadema.

    OpenAIRE

    Santos, Analdeci Moreira dos

    2008-01-01

    A situação de violência vivenciada por homens e mulheres pode ser considerada como uma das maiores violação de direitos humanos. Considerando a escassez de estudos sobre o tema, ponderamos à importância de caracterizar uma amostra de homens e mulheres em situação de violência doméstica; avaliação de qualidade de vida e a prevalência de depressão e variáveis sociodemográficas. Foram entrevistados 68 homens e 75 mulheres que responderam ao Whoqol-bref, Inventário Beck de Depressão, o questio...

  19. Avaliação de técnicas fisioterapêuticas no tratamento do linfedema pós-cirurgia de mama em mulheres

    OpenAIRE

    Meirelles,MCCC; Mamede,MV; Souza,L; Panobianco,MS

    2006-01-01

    OBJETIVO GERAL: Verificar, em um grupo de mulheres submetidas à cirurgia por câncer de mama, a efetividade do tratamento do linfedema, por um período de até dois anos. OBJETIVO ESPECÍFICO: Avaliar o volume do braço tratado aos 6, 12, 18 e 24 meses após o tratamento do linfedema. MÉTODO: As participantes foram atendidas em um serviço de reabilitação especializado e submetidas ao tratamento do linfedema, com drenagem linfática manual, enfaixamento compressivo funcional, orientações de autocuida...

  20. Homens, gênero e violência contra a mulher Men, gender and violence against women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniel Costa Lima

    2008-06-01

    Full Text Available Considerando o compromisso do Estado brasileiro de coibir e prevenir a violência contra a mulher, firmado em várias conferências internacionais e tendo em vista a promulgação da Lei 11.340/06 - a Lei Maria da Penha -, este artigo tem como objetivo realizar uma reflexão sobre a incorporação dos homens e da perspectiva de gênero nos esforços de prevenção e atenção à violência contra as mulheres. Apesar do crescente interesse da literatura científica e da intervenção em saúde com o envolvimento dos homens, em especial, no campo dos direitos sexuais e reprodutivos, comparativamente, reflexões e intervenções com homens autores de violência contra a mulher têm recebido bem menos atenção de órgãos governamentais, não-governamentais e pela academia. O artigo apresenta alguns conceitos e dados sobre a violência contra as mulheres e descreve um panorama sobre a conexão entre gênero, saúde e masculinidades; analisa trabalhos que abordam os temas homens e violência contra as mulheres e apresenta algumas ações voltadas à prevenção dessa forma de violência junto à população masculina; e por fim tece algumas considerações finais sobre o tema.Considering the commitment made by the Brazilian Government to restrain and prevent violence against women, signed in various international conferences, and in view of the promulgation of the Law 11.340/06 - Lei Maria da Penha -, this article intends to develop a reflection on the incorporation of men and of the gender perspective in efforts to prevent and attend to violence against women. Despite the increasing interest of scientific literature and health intervention in the involvement of men, especially in the field of sexual and reproductive rights, comparatively, reflections and interventions directed at men who have committed violence against women have received far less attention from governmental and non-governmental institutions, and from the academy. The article

  1. Violência consentida: mulheres em trabalho de parto e parto Consented violence: women in labor and delivery

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leila Regina Wolff

    2008-09-01

    Full Text Available O parto é um evento que integra a vivência reprodutiva da mulher e seu parceiro. Os profissionais de saúde são coadjuvantes dessa vivência, desempenhando um importante papel ao colocar seu conhecimento a serviço do bem-estar da mulher e do bebê, ajudando-os no processo de parturição e nascimento de forma saudável, humana e humanizadora. Este trabalho traz uma secção da tese de doutorado de uma das autoras, com o objetivo de denunciar como se dá a assistência em muitas das instituições de saúde, e que revela como várias das circunstâncias a que a mulher está sujeita no processo de parturição se caracterizam por ações de não cuidado e/ou como desumanização. Nesse recorte destacou-se os depoimentos de parturientes que evidenciaram o não cuidado e/ou a desumanização da assistência à mulher em trabalho de parto e parto. Os relatos evidenciaram um tipo especial de violência de gênero na área da saúde, uma violência consentida, conforme opinião das autoras, que ocorre com mulheres em trabalho de parto e parto.Delivery is an event that is part of the reproductive experience of a woman and her partner. Health professionals play an important role in that experience by putting their knowledge in the service of the woman's and her baby's welfare and helping them in the childbirth process in a healthy as well as humanized manner. The present study is a section of the doctoral dissertation of one of the authors and the objective was to reveal how assistance is provided at some health institutions. Several circumstances to which the woman in labor is subject are characterized by actions that were considered as non-care and/or dehumanization. This section of the dissertation shows a special type of gender violence in the health area, a consented violence, according to the authors' opinion, which occurs with women in labor and delivery.

  2. Fatores de risco para histerectomia em mulheres brasileiras Risk factors for hysterectomy among Brazilian women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thália V. Barreto de Araújo

    2003-01-01

    Full Text Available Realizou-se um estudo de caso-controle exploratório para investigar fatores de risco para histerectomia entre usuárias do setor público de saúde em Recife, Pernambuco, Brasil. Os 373 casos são mulheres com idade entre 30 e 54 anos, submetidas à histerectomia eletiva por condição pélvica benigna. Os controles, 742 mulheres com útero preservado, foram selecionados em centros de saúde. Os dados foram coletados em entrevistas, com um questionário estruturado e pré-testado, ou transcritos dos prontuários médicos. Com base em regressão logística múltipla não-condicional, foram identificados como fatores de risco para histerectomia: a renda familiar per capita relativamente maior, a nuliparidade e a paridade de até três filhos, a demanda por cuidados médicos por problemas menstruais, o antecedente de distúrbio menstrual ou de morbidade do colo uterino, a hospitalização por causa ginecológica e a presença de laqueadura tubária antes dos trinta anos. A história prévia de filho nascido morto e a menopausa se constituíram em fatores de proteção.A case-control study was conducted to investigate risk factors for hysterectomy among women using the public health system in Northeast Brazil. The cases were 373 women aged 30-54 years that had undergone elective hysterectomy for benign pelvic conditions. Controls were 742 women with preserved uterus selected from public health clinics. Data were collected through a review of medical records and a personal interview using a structured, pre-tested questionnaire. Unconditional multiple logistic regression was applied in the analysis. Women at greater risk for hysterectomy were those with a higher per capita family income, zero to three children, a history of medical consultation for menstrual problems, hospitalization for gynecological problems, or tubal ligation before age 30 years. Menopause and a history of stillbirth appeared as protective factors in the statistical analysis.

  3. Análise das capacidades físicas de mulheres com fibromialgia segundo o nível de gravidade da enfermidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Latorre Roman Pedro Ángel

    2012-10-01

    Full Text Available A fibromialgia (FM é uma síndrome crônica que se caracteriza por dor musculoesquelética generalizada, que provoca acentuada redução na capacidade física dos pacientes afetando a sua saúde e qualidade de vida. OBJETIVO: Avaliar a capacidade física dos pacientes com FM relacionada com a gravidade da enfermidade. MÉTODO: Estudo descritivo transversal sobre uma amostra de 66 mulheres com FM (idade: 51,79 ± 8,02 anos e um grupo de controle de mulheres saudáveis (idade 50,26 ± 8,75 anos. Analisou-se a amplitude física mediante bateria de provas físicas específicas com aplicação de questionários: Fibromyalgia Impact Questionnaire (FIQ e o Short-Form Healthy Survey (SF-36, na versão espanhola. RESULTADOS: As mulheres saudáveis apresentam os valores de amplitude física superiores aos das mulheres enfermas com (p < 0,05 exceto na prova de dinamometria manual. Exclusivamente na prova de agilidade se pôde discriminar os pacientes de FM segundo a gravidade da enfermidade (p = 0,021. A qualidade de vida nos pacientes com FM se encontra muito deteriorada em comparação (p = 0,021 com as mulheres saudáveis e os valores que normatizam a sociedade espanhola. CONCLUSÕES: A análise das capacidades físicas é um elemento de relevância clínica na avaliação complementar da fibromialgia.

  4. Gênero e justiça social multidimensional: fundamentos ético-políticos da Política Nacional para as Mulheres = Gender and multidimensional social justice: ethical and political foundations of the public policies for women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lima, Alex Myller Duarte

    2015-01-01

    Full Text Available O presente artigo objetiva investigar se os fundamentos ético-políticos implicados no desenho da Política Nacional para as Mulheres, em especial em sua mais recente concreção – o III Plano Nacional de Políticas para as Mulheres de 2013 –, possuem consistência e alcance suficientes para equacionar as complexas demandas sociais de início do século XXI, especialmente diante das diversas e mesmo conflitantes frentes de luta por justiça social. Como referencial, foi adotada a Teoria da Justiça da filósofa feminista Nancy Fraser, uma concepção multidimensional de justiça (econômica, cultural, política apropriada à época atual de capitalismo globalizante. A seguir, foi efetuada a análise dos fundamentos ético-políticos da Política Nacional para as Mulheres, com especial atenção ao mais recente Plano Nacional de Políticas para as Mulheres. Nesse passo, concluiu-se pela insuficiência das formulações atuais das políticas brasileiras para as mulheres

  5. Mulher climatérica: uma proposta de cuidado clínico de enfermagem baseada em ideias freireanas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cláudia Rejane Pinheiro Maciel Vidal

    2012-08-01

    Full Text Available O estudo objetiva dialogar entre os conceitos cuidar e educar e propor uma estratégia de educação em saúde como possibilidade de cuidado clínico de Enfermagem para mulheres no climatério baseada nos princípios educativos de Paulo Freire. Ao longo dos anos, diferentes paradigmas de Educação em Saúde são condicionados por diferentes estratégias, muitas delas reducionistas, o que requer questionamentos e implementação de ações mais integrantes e participativas. A partir deste pensamento, buscamos uma possibilidade de educação que contemple o Outro em sua complexidade, possibilitando que a mulher em sua fase climatérica possa também ser assistida de forma integral. Neste cenário, visualizamos os princípios de Paulo Freire como marco norteador para este desenvolvimento, por ele mostrar uma educação dialogada, solidária, sem arrogância, articulando o saber científico com o conhecimento popular, traduzindo seu método em um trabalho coletivo.

  6. AFORIZAÇÕES E FEMINISMO NA INTERNET: ESTUDO DE FRASES CURTAS EMPREGADAS NO MOVIMENTO PRIMAVERA DAS MULHERES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristina Rothier Duarte

    2017-04-01

    Full Text Available Resumo: Neste trabalho, tratamos da análise de frases curtas que tiveram destaque nas redes sociais e em notícias que circularam na Internet, durante o último trimestre de 2015, ápice do movimento Primavera da Mulheres, com o objetivo de investigar o seu status de aforização, suas características enunciativas e o seu modo de funcionamento e de circulação. O corpus da pesquisa é composto pelas frases curtas Meu amigo secreto e Chega de fiu fiu, selecionadas na Internet por meio da ferramenta de busca do Google, bem como mediante trabalho interpretativo dos enunciados para a verificação de associação com o movimento feminista mencionado. Empregaremos como aporte teórico os estudos de análise do discurso de linha francesa, sobretudo, publicações de Dominique Maingueneau. Observamos durante a pesquisa que, de forma associada às aforizações estudadas, surgiram outras aforizações que, apesar de não terem se panaforizado, circularam significativamente na mídia eletrônica perpetuando a memória discursiva do Movimento Primavera das Mulheres. Por outro lado, percebemos também que o uso dessas frases assumiu outros discursos que, embora, muitas vezes, remetam-se à defesa de minorias, não mais traziam o discurso de combate ao machismo.

  7. Educação Cooperativista: Contribuição para o sucesso profissional e melhoria na condição socioeconômica das mulheres participantes, no IFCE, Campus Iguatu.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anny Kariny Feitosa

    2014-04-01

    Full Text Available O Programa Mulheres Mil oferece as bases de uma política social de inclusão e gênero, onde mulheres em situação de vulnerabilidade social têm acesso à educação profissional, ao emprego e renda. Neste sentido, a EducaçãoCooperativaé importante elemento que colabora paraaconstrução da consciência e valorizaçãodoserhumanoeda açãodemocrática, corroborando como alternativa para a geração de emprego e renda. Assim sendo, o presente projeto teve por objetivo investigar a contribuição do ensino da educação cooperativista diante da percepção das mulheres beneficiárias do Programas Mulheres Mil, do IFCE Campus Iguatu, a partir de oficinas de capacitação realizadas sobre o tema. Como resultado, concluiu-se pela importância da educação cooperativa como elemento parte do processo de qualificação das mulheres, que viabiliza a inserção no ambiente educacional e, principalmente, como alternativa para o ingresso no mercado de trabalho, geração de renda e melhoria da condição socioeconômica, por meio da atividade cooperativa. Foi possível, ainda, a partir dos resultados encontrados, a inserção do Cooperativismo na matriz curricular do Programa Mulheres Mil, IFCE Campus Iguatu, o que possibilita um aprofundamento maior sobre a temática.

  8. A delegacia da mulher perante as normas e leis para o enfrentamento da violência contra a mulher: um estudo de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lídio de Souza

    2014-06-01

    Full Text Available Este estudo analisa o funcionamento de uma Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam na cidade de Vitória (ES, considerando sua equipe de funcionários e infraestrutura. Os dados foram obtidos por meio de observações de campo e entrevistas individuais com os 14 funcionários da delegacia, analisados com base na "Norma Técnica de Padronização das Deams" e nas informações do relatório "Observe - Sobre as condições para aplicação da Lei nº 11.340/2006 (Lei Maria da Penha nas Deams". Houve coesão entre as respostas dos participantes, que destacaram: prejuízo em suas atividades decorrente da falta de funcionários; bom relacionamento entre os membros da equipe; e demanda por treinamento dos profissionais e por equipe psicossocial na Deam. Sobre a delegacia, foram feitas críticas à precariedade da estrutura física do prédio e dos equipamentos (viaturas, computadores, bem como à falta de apoio da Polícia Civil à Deam. Destaca-se a necessidade de investimentos na infraestrutura, na ampliação e qualificação da equipe, bem como na concretização da tríade prevenção/assistência/repressão, usualmente ignorada pelo Estado e órgãos responsáveis.

  9. Em Briga de Marido e Mulher a Educação Mete a Colher: a Atuação do Profissional de Pedagogia no Centro de Referência de Atendimento à Mulher em Situação de Violência

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lana Claudia Macedo da Silva

    2017-06-01

    Full Text Available O estudo objetiva investigar as ações educativas desenvolvidas no Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CRAM em Situação de Violência, bem como, compreender o trabalho exercido pela profissional de pedagogia no combate à violência contra a mulher. O CRAM faz parte da rede de enfrentamento de políticas para mulheres, instituído a partir da Conferência de Belém do Pará (1994 e efetivado em 2006, com a criação da Lei Maria da Penha. Este Centro é responsável por realizar ações psicossociais e pedagógicas, sendo um novo campo de atuação em ambientes não escolares para os profissionais da pedagogia. É importante considerar que o CRAM-Ananindeua atende mulheres e crianças de faixas etárias diversas, grau de escolaridade e diferentes níveis socioeconômicos. A pesquisa qualitativa pautou esta investigação por meio de entrevista semiestruturada e observação, buscando conhecer os atendimentos realizados e as práticas educativas abordadas. Essas informações foram cruciais para perceber que há outra possibilidade de intervir em relação à violência contra mulher, e o profissional da pedagogia é essencial nas diversas redes de apoio. No percurso deste estudo foi possível conhecer de maneira abrangente a atuação do profissional de pedagogia nesta instituição, e a relevância da educação ao se falar de violência contra a mulher. O CRAM trabalha a desconstrução da naturalização da violência e o empoderamento das mulheres em situação de violência. Considera-se que a educação representa um dos aspectos cruciais para a mudança de comportamento e adoção de medidas para a redução de casos de violência, uma vez que a cultura machista e a sociedade intolerante contribuem para os altos índices de casos e vítimas, daí a relevância do tema em diferentes espaços educativos.

  10. Mulheres candidatas: relações entre gênero, mídia e discurso Women candidates: gender, media and discourse relations

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudia Maria Finamore

    2006-09-01

    Full Text Available Tendo como pano de fundo a sobreposição das presenças da mulher e do político nas candidaturas a cargos públicos, neste artigo discutimos o peso da mídia na influência sobre a escolha dos eleitores e a posição destes como intérpretes dessas mensagens midiáticas. Assumindo um entendimento que relativiza o poder da mídia, indicamos como a idéia de discurso de (e sobre gênero pode ser compreendido como mediador dessa influência. Embora pesquisas indiquem que a presença da mulher na mídia como candidata, transformada em um produto de marketing, tendem a desqualificá-la, esses efeitos apenas acompanham o estereótipo da mulher restrita à cena privada, alimentado por um discurso social que identifica o lugar da mulher como sendo o lar, longe, portanto, do espaço público. A mídia, assim, além de sua responsabilidade pela instalação desse lugar de mulher, atua pela sua manutenção. Concluímos que a participação política das mulheres se apresenta intimamente ligada a como elas são representadas no senso comum, indicando que uma mudança da participação política feminina passaria pela mudança nos discursos hegemônicos sobre as mulheres, discursos esses que atravessam os indivíduos e os grupos sociais.On this paper we discuss, within the cross over of two representations - woman and politic function - the media's power to influence voters' choices and their roles as interpreters of media messages. Under a position that understands the relativity of the media's power, we set the idea of gender discourse as a mediator of its influence. Whereas literature shows how a candidate suffers an important effect of media exposition, transformed in a marketing product, we suggest that women in politics suffer from the stereotype that states "women's place is at home". We conclude that women politic participation is strongly linked to the way in which they are represented in the common sense and a change in the hegemonic discourses

  11. A mulher trabalhadora em Santa Maria durante o Estado Novo (1937-1945 = The woman worker in Santa Maria during the Estado Novo (1937-1945

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fausto, Letícia da Silva

    2014-01-01

    Full Text Available Este trabalho apresenta um estudo sobre a história das mulheres santamarienses no período da Ditadura do Estado Novo, que está sendo desenvolvido no Mestrado em História da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM. O tema da pesquisa é a inserção da mulher no mundo do trabalho e sua atuação para a garantia e conquista de direitos sociais e trabalhistas durante o período do Estado Novo (1937-1945, no município de Santa Maria, RS. A escolha do Estado Novo no Brasil se deu em virtude deste ser um período onde muitas conquistas dos trabalhadores estavam sendo objeto de legislação específica e ao mesmo tempo um momento de repressão política, de forte aparato policial e repressivo e do fortalecimento dos sindicatos, sob a tutela do Estado e da luta dos trabalhadores para a garantia destes direitos, historicamente conquistados. As mulheres por séculos passaram despercebidas pela história, reprimidas em uma sociedade machista e autoritária, onde grande parte dos autores insere o homem no palco das lutas por reinvindicações e direitos trabalhistas

  12. Linfedema em mulheres submetidas à cirurgia por câncer de mama

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Priscila Lara Vieira Bonisson

    2017-01-01

    Full Text Available Objective: to estimate the prevalence and to identify possible factors associated with the occurrence of lymphedema in women undergoing treatment for breast cancer. Methods: a prevalence study with 125 women. An interview and a consultation of the medical record were carried out using a questionnaire. Univariate and multivariate analysis were performed through logistic regression. Results: a prevalence rate of 34.4% was found. Obesity, sentinel lymph node biopsy, radiotherapy, and the presence of some treatment complications were statistically significant for the occurrence of lymphedema. Conclusion: the prevalence of lymphedema in this study was high. The variables positively related to lymphedema, considered as associated factors, were: obesity, sentinel lymph node biopsy, radiotherapy and some treatment related complications (adhesion, retraction, paraesthesia, seroma, fibrosis, infection and dehiscence.

  13. Qualidade de vida de mulheres tratadas por câncer do colo de útero

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francieli Ana Dallabrida

    2014-01-01

    Full Text Available El objetivo fue evaluar la Calidad de Vida de mujeres con cáncer de cuello uterino. Investigación transversal, descriptiva, con 43 mujeres en tratamiento del cáncer en un Centro de Alta Complejidad de Oncología, en el Sur del Brasil. El instrumento utilizado fue el European Organization for Research and Treatment of Cancer – Quality of Life Questionnaire Core-30 , y los datos se analizaron mediante estadística descriptiva. La edad media fue de 54,6 años; prevalecieron casadas (53,4%, con educación primaria incompleta (72,1% y renta de uno a dos sueldos mínimos (62,8%. La Calidad de Vida fue considerada muy satisfactoria. En las escalas de desempeño del rol y del funcionamiento emocional, el resultado fue regular a satisfactorio. Los síntomas más comunes fueron fatiga, falta de apetito y dolor. Hay necesidad de estructuración de las políticas de salud pública para prevención del cáncer de cuello uterino a la población más vulnerable.

  14. Características reprodutivas e utilização de serviços preventivos em saúde por mulheres em idade fértil: resultados de dois estudos transversais de base populacional no extremo Sul do Brasil Reproductive characteristics and utilization of preventive health services by childbearing-age women: results of two cross-sectional population-based studies in the far South of Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kharen Carlotto

    2008-09-01

    Full Text Available Em 1995 e 2004 foram realizados dois estudos transversais representativos com mulheres de 15 a 49 anos em Rio Grande, Rio Grande do Sul, Brasil, visando avaliar alguns indicadores básicos de saúde. A amostra incluiu 1.339 mulheres em 1995 e 1.311 em 2004. Aplicou-se questionário padronizado no domicílio investigando sobre características demográficas, sócio-econômicas, reprodutivas e utilização de serviços preventivos de saúde. A análise consistiu em comparar estes indicadores nos dois estudos pelo teste do qui-quadrado. Observou-se melhoria nas condições de habitação, saneamento, escolaridade, mas piora da renda familiar. A idade média de início das atividades sexuais diminuiu, a taxa de gravidez na adolescência aumentou em 33% assim como aumentou a realização de exame citopatológico de colo uterino em 48% e mama em 30%. A utilização de métodos contraceptivos diminuiu 3%, enquanto o uso de preservativos masculinos passou de 8% para 21%. Esforços deveriam ser feitos não somente visando incentivar a realização de exames de mama e citopatológico de colo uterino como também de retardar o início das atividades sexuais e de promover o uso de métodos contraceptivos, especialmente de preservativos.Two surveys were conducted (1995 and 2004 on women 15-49 years of age in Rio Grande, Rio Grande do Sul State, southern Brazil, assess patterns in their use of preventive health services. The sample included 1,339 women in 1995 and 1,311 in 2004. A standardized household questionnaire covered their demographic, socioeconomic, reproductive, and health care-utilization characteristics. The chi-square test was used to compare indicators in the two studies. During the study period, housing conditions, running water, sanitation, and schooling improved, but family income decreased. Mean age at sexual initiation decreased by one year, teenage pregnancy increased 33%, and clinical breast examination and Pap smears increased 48% and 30

  15. Abdome agudo por obstrução por ileobiliar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Cristina de Alencastro

    Full Text Available OBJETIVO: descrever a experiência na abordagem dos doentes com abdome agudo por obstrução por IB, desde o diagnóstico até o tratamento definitivo. MÉTODOS: estudo retrospectivo incluindo todos os casos de IB tratados em um período de 23 anos. De acordo com a abordagem cirúrgica realizada, os pacientes foram divididos em dois grupos (1 enterolitotomia com colecistectomia no segundo momento; e (2 enterolitotomia, colecistectomia e abordagem da fístula. RESULTADOS: Doze pacientes foram incluídos, sendo 11 mulheres (91,6%, com média de idade de 72,2 anos. Todos os pacientes apresentavam doenças associadas, principalmente hipertensão arterial sistêmica (75%. Dois pacientes não apresentavam sintomas significativos de obstrução intestinal. O diagnóstico de IB foi realizado em seis pacientes (50% antes da laparotomia. O grupo 1 foi constituído de oito pacientes e o grupo 2 de quatro, e a morbidade foi, respectivamente, 33,3% e 8,3%. A mortalidade foi 16,6% (um paciente de cada grupo. CONCLUSÃO: O manejo do IB deve ser individualizado. O tratamento da obstrução mediante remoção do cálculo biliar por enterotomia proximal é a escolha inicial para o tratamento do IB. A colecistectomia e a correção da fístula bilioentérica podem ser realizadas juntamente com a remoção do cálculo, no entanto, em pacientes com comorbidades significativas, esses procedimentos devem ser realizados posteriormente.

  16. Vivências da mulher e da família frente ao tratamento oncológico

    OpenAIRE

    Milagres, Maria Alice Santana

    2015-01-01

    O aumento no número de casos de câncer ao longo dos anos tem colocado essa doença em posição de destaque nas políticas de saúde, visto que pode trazer consequências tanto no âmbito econômico quanto social das famílias brasileiras. Quando acomete a mulher, pode mudar diferentes domínios da vida, remetendo-a a diversas reações por não poder estar cumprindo, de forma desejada, o seu papel na família. Esta, por sua vez, diante do momento de dificuldade, também reage ao câncer, sofre, muda seu fun...

  17. Prevalência de osteoporose e fraturas vertebrais em mulheres na pós-menopausa atendidas em serviços de referência

    OpenAIRE

    Bandeira, Francisco; Carvalho, Eduardo Freese de

    2007-01-01

    Este estudo tem por objetivo verificar a prevalência de osteoporose e a presença de fraturas vertebrais em mulheres na pós-menopausa. Foram estudadas, em serviços de referências, 627 mulheres com idade acima de 50 anos, com média de idade de 63,9 ± 8,3 anos, tempo de menopausa de 16,2 ± 8,6 anos, e índice de massa corpórea de 26,6 ± 4.3 Kg/m2. A prevalência de osteoporose foi de 28,8% na coluna lombar e de 18,8% no colo do fêmur. Esta foi maior nas pacientes que apresentaram história de fratu...

  18. Efeitos cardiovasculares da abstinência do fumo no repouso e durante o exercício submáximo em mulheres jovens fumantes

    OpenAIRE

    Pureza,Demilto Yamaguchi da; Sargentini,Lina; Laterza,Rose; Flores,Lucinar Jupir Forner; Irigoyen,Maria Cláudia; Angelis,Kátia de

    2007-01-01

    OBJETIVO: O objetivo do presente estudo foi verificar o efeito da abstinência do fumo nas respostas cardiovasculares ao exercício físico progressivo submáximo em mulheres sedentárias fumantes. MÉTODOS: A pressão arterial sistólica (PAS) e diastólica (PAD) e a freqüência cardíaca (FC) foram medidas de forma não invasiva em mulheres jovens não fumantes (MNF, n = 7) e fumantes (MF, n = 7), sem e com abstinência do fumo por 24 horas, em repouso, durante a realização do teste submáximo em biciclet...

  19. SINCRETISMO CULTURAL SOB A ÓPTICA DE GENERO E IMAGENS DE MULHER NA LITERATURA ÁRABE-BRASILEIRA PONTA GROSSA 2007

    OpenAIRE

    MIRIAM NAMUR

    2007-01-01

    A discussão que norteia a presente dissertação de mestrado aborda o encontro de culturas árabe e brasileira pelo viés da literatura. São dois os poetas focados para observação. A imagem da mulher por eles produzida é o indicador desse entrelaçamento de culturas. Além da imagem de mulher são apontados também outros aspectos do sincretismo cultural. O cenário é basicamente a colônia árabe no Brasil e as influências literárias recebidas pelos autores tanto do meio onde viveram como das afinidade...

  20. Enfrentamento e percepção da mulher em relação à infecção pelo HIV

    OpenAIRE

    Renesto, Helana Maria Ferreira; Falbo, Ana Rodrigues; Souza, Edvaldo; Vasconcelos, Maria Gorete

    2014-01-01

    OBJETIVO Analisar o enfrentamento e as percepções das mulheres em relação à descoberta da infecção pelo HIV. MÉTODOS Estudo qualitativo em Serviço de Assistência Especializada em HIV/aids em Recife, PE, de janeiro a setembro de 2010. Participaram oito mulheres entre 27 e 37 anos de idade vivendo com HIV, assintomáticas, sem critérios de diagnóstico de aids, infectadas por meio de relação sexual, e acompanhadas no serviço há pelo menos um ano. Foram utilizados formulário para caracterizar o ...

  1. Violência doméstica contra a mulher: estudo com puérperas atendidas em uma maternidade filantrópica

    OpenAIRE

    Marcia Massumi Okada

    2007-01-01

    A problemática da violência doméstica contra a mulher está disseminada ao redor do mundo, inclusive no Brasil, porém suas características variam de acordo com as circunstâncias pessoais, familiares, de relação conjugal, do contexto social e cultural envolvidas. Esta pesquisa teve o objetivo de identificar a ocorrência da violência doméstica contra a mulher e analisar a sua relação com algumas características da estrutura familiar e de vínculo com o parceiro. Trata-se de pesquisa transversal, ...

  2. Nível de atividade física e desempenho físico no teste de caminhada de 6 minutos em mulheres com fibromialgia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Chris Andreissy Breda

    2013-06-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A fibromialgia (FM é uma condição dolorosa crônica que causa comprometimento da capacidade funcional, possivelmente pela adoção de um comportamento sedentário. No entanto, pouco se sabe sobre o nível de atividade física (NAF e sua relação com o desempenho físico em mulheres com FM. OBJETIVOS: Comparar o NAF, avaliado por meio do International Physical Activity Questionnaire (IPAQ, e o desempenho físico, mensurado pelo teste de caminhada de 6 minutos (TC6 de mulheres com e sem FM, além de investigar possíveis relações entre NAF e desempenho físico em ambos os grupos. MÉTODOS: Participaram do estudo 30 mulheres com o diagnóstico de FM (pacientes e 28 mulheres saudáveis (controles que responderam ao IPAQ e realizaram o TC6. RESULTADOS: Pacientes e controles autorrelataram similar NAF, considerando tanto o escore total quanto todos os subcomponentes do IPAQ (P > 0,05. Porém, as pacientes apresentaram pior desempenho físico no TC6 (pacientes: 441,8 ± 84,1 m vs. controles: 523,9 ± 80,3 m; P < 0,01. Não existiram relações entre a distância caminhada no TC6 e as variáveis do IPAQ para o grupo controle. Entretanto, para as pacientes, a distância caminhada no teste apresentou correlações significativas (P < 0,05 com o escore total e com os subcomponentes transporte, atividades domésticas e atividades físicas de intensidade moderada do questionário IPAQ. CONCLUSÕES: Mulheres com FM apresentaram NAF similar às mulheres sem FM, mas pior desempenho físico. Esse comprometimento funcional pode estar relacionado ao estilo de vida adotado, uma vez que houve relação entre o NAF e o desempenho físico nessas pacientes.

  3. Problemas ginecológicos mais freqüentes em mulheres soropositivas para o HIV

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Melo Victor Hugo de

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: apresentar os achados ginecológicos mais freqüentes de uma coorte de 300 mulheres infectadas pelo HIV, acompanhadas ambulatorialmente. MÉTODOS: estudo prospectivo e descritivo de mulheres HIV-soropositivas atendidas em clínica ginecológica, no período de novembro de 1996 a dezembro de 2002. As pacientes foram submetidas ao protocolo de atendimento ginecológico que incluiu anamnese, exame ginecológico, colpocitologia oncótica (Papanicolaou, pesquisa de HPV (PCR e colposcopia. A biópsia cervical, quando necessária, foi realizada. Os dados foram armazenados e analisados no Epi-Info, versão 6.0. RESULTADOS: a idade média foi 34,5 anos. Destaca-se o pequeno número de parceiros sexuais, média de três parceiros, e a predominância do contágio heterossexual: 271 (90,6% pacientes adquiriram o vírus por meio do contato sexual com seus parceiros. Foi alta a prevalência de neoplasias intra-epiteliais cervicais (NIC, representando 21,7% do total da amostra. Dentre as 109 pacientes submetidas a PCR encontraram-se 89 (81,7% com algum genótipo do HPV. Esfregaço inflamatório à citologia esteve presente em 69% das pacientes. CONCLUSÕES: a infecção pelo HIV se associa com freqüência a NIC e a processos infecciosos genitais, em especial o HPV.

  4. Influência das diferentes fases do ciclo menstrual na flexibilidade de mulheres jovens

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André Luiz da Silva Teixeira

    2012-12-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: O ciclo menstrual é o principal responsável por modificações da fisiologia feminina, que pode afetar algumas respostas morfofuncionais. OBJETIVO: Verificar a influência das diferentes fases do ciclo menstrual na flexibilidade de mulheres jovens. MÉTODO: 44 voluntárias divididas em um grupo controle (n = 24, que fazia uso regular de contraceptivos hormonais, e um grupo experimental (n = 20, que não utilizava anticoncepcionais, foram submetidas a três dias de avaliações, uma em cada fase do ciclo menstrual (folicular, ovulatória e lútea. Foram avaliados dados antropométricos (massa corporal, índice de massa corporal, circunferência de cintura e abdômen e de composição corporal (percentual de gordura e massa magra. A flexibilidade foi mensurada através do teste de sentar e alcançar no banco de Wells. Aplicou-se, então, o teste não paramétrico de Mann-Whitney para as comparações intergrupos e o teste de Friedman para a comparação entre as diferentes fases menstruais. Resultados: Não foram encontradas diferenças significativas intra e intergrupos entre as diferentes fases do ciclo (p > 0,05. Foi observada maior variabilidade no grupo controle em comparação ao experimental. CONCLUSÃO: As diferentes fases do ciclo menstrual não interferem na flexibilidade de mulheres jovens, independente do uso de anticoncepcionais hormonais.

  5. Imagem corporal em mulheres submetidas à cirurgia bariátrica: Interações socioculturais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcela Rodrigues de Castro

    2013-10-01

    Full Text Available Apontada como epidemia global a obesidade vem sendo tratada através da cirurgia bariátrica, método invasivo, porém, considerado o mais eficiente. Objetivou-se investigar aspectos socioculturais e seu impacto sobre a imagem corporal de mulheres submetidas à cirurgia bariátrica nos períodos pré e pós-cirúrgico. Foram entrevistadas 20 mulheres submetidas à gastroplastia há pelo menos um ano no Serviço de Controle de Hipertensão Diabetes e Obesidade (SCHDO. Os dados foram analisados sob a perspectiva qualitativa e submetidos à Análise de Conteúdo. A interação entre o contexto sociocultural e imagem corporal configurou-se nas categorias: discriminação, percepção do olhar do outro antes e após cirurgia, e percepção do próprio corpo antes e após cirurgia. Constatou-se que a imagem corporal foi elaborada a partir do meio em que viveu o grupo pesquisado. O meio externo propiciou ao sujeito sentimentos de inadequação corporal, tristeza, exclusão social e inferioridade, resultando em autoconceito negativo. Tais sentimentos foram amenizados após a cirurgia bariátrica proporcionando ao grupo autoconceito positivo decorrente de uma maior inserção social.

  6. Gênero e pauperização das mulheres

    OpenAIRE

    Gurovitz, Elaine

    2010-01-01

    Trata-se da descrição do fenômeno recente da pauperização das mulheres e sua relação com a divisão sexual do trabalho e com a desigualdade de gênero. Nessa dissertação é analisado qual o papel a ser desempenhado pelas políticas públicas, na superação dessa problemática. Os homens também devem ser vistos como parceiros nessa empreitada de desconstrução das identidades de gênero construídas socialmente ao longo do tempo. A dissertação também descreve, como estudo de caso, o Movimento das Mulher...

  7. Composição de ácidos graxos do leite materno em mulheres residentes em área distante da costa litorânea brasileira

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Y. Nishimura

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Avaliar a composição de ácidos graxos do leite humano maduro de mulheres residentes em área distante da costa litorânea brasileira. MÉTODOS: Amostras de leite materno maduro foram obtidas de 47 mulheres lactantes com idade entre 18 e 35 anos, que tiveram partos a termo e em aleitamento exclusivo ou predominante. A coleta de leite se deu a partir da 5ª semana pós-parto, por meio de ordenha manual. A composição de ácidos graxos do leite foi determinada por cromatografia gasosa. RESULTADOS: Verificou-se que a concentração de eicosapentaenoico (0,08% foi superior ao observado em estudos brasileiros prévios. Entretanto, o teor de docosahexaenoico (0,09% encontrado no leite humano foi um dos menores já verificados no mundo. O teor de ácidos graxos trans (2,05% foi similar ao relatado em estudos nacionais prévios à obrigatoriedade de declaração do teor deste em rótulos de alimentos, sugerindo que esta medida não surtiu efeito na redução de seu teor na dieta habitual das mulheres. CONCLUSÕES: Baixo teor de docosahexaenoico e elevada concentração de ácidos graxos trans foram verificados no leite materno maduro de mulheres residentes em área distante da costa litorânea brasileira.

  8. Auto-estima de mulheres hipertensas que vivenciam o climatério - doi:10.5020/18061230.2004.p31

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Zélia Maria de Sousa Araújo Santos

    2012-01-01

    Full Text Available O estudo analisou a auto-estima de mulheres hipertensas que vivenciam o climatério. A pesquisa constituiu de estudo descritivo e foi realizada em ambulatório de uma instituição pública de saúde, de referência para o norte e nordeste no atendimento às doenças do coração e do pulmão; situada no município de Fortaleza-CE. Participaram do estudo 20 mulheres hipertensas na faixa etária de 45 a 55 anos. Os dados foram coletados por meio de entrevista,e classificados em categorias, de acordo com as fontes de auto-estima propostas por Brander (1995. A análise portou-se no referencial teórico da auto-estima. As falas foram organizadas e analisadas em 6 categorias: atitude de viver conscientemente, atitude de auto-aceitação; atitude de auto-responsabilidade; atitude de auto-afirmação; atitude de intencionalidade; e atitude de integridade pessoal. As mulheres apresentavam autoestima baixa, em decorrência dos fatores externos e interno. Entre os fatores externos identificouse: baixo poder aquisitivo, dependência econômica e baixa escolaridade; que constituíram barreiras para a realização de seus objetivos. Quanto aos internos, o único que abalou a auto-estima foi a mudança física inerente à fase do ciclo vital em que se encontravam. Estes resultados poderão subsidiar o planejamento da assistência de enfermagem à mulher hipertensa no climatério.

  9. Ideologia judaico-cristã: a violência simbólica contra a mulher transmitida historicamente e reproduzida pelos agentes escolares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andreza Marques de Castro Leão

    2015-10-01

    Full Text Available A ideologia oriunda do pensamento religioso transita na sociedade por meio dos seus agentes formadores. No contexto escolar nota-se uma realidade aplicável ao conceito de violência que estabelece uma cultura de submissão da mulher ao homem e que se reproduz por meio destes agentes. De fato a ideologia religiosa da cultura judaico-cristã chegou à educação nas suas várias nuances, inclusive na cultura escolar de maneira sutil, através da interiorização de seus conceitos pelos indivíduos que o assimilaram como natural. Considerando esta realidade, o presente estudo, de cunho teórico, problematiza o conceito de ideologia, buscando compreender a trajetória da sujeição da mulher, da antiguidade aos dias atuais, bem como, esboça o quadro político da contra-ideologia. Em linhas gerais, busca mostrar que os adeptos da cultura judaico-cristã persistem em perpetuar a violência simbólica contra a mulher a qual tem sido cada vez mais questionada, principalmente, quando confrontada com os escritos do criador do cristianismo, que colocou a mulher em condição e tratamento de igualdade, sem desvalorização. Outrossim, este artigo denuncia que é preciso um olhar mais atento da academia às sutilezas dos livros considerados sagrados, pois podem trazer importantes elementos para a compreensão dos muitos mitos e tabus das relações de gênero presentes na contemporaneidade.

  10. Abortamento induzido: vivência de mulheres baianas Induced abortion: the experience of women from the Brazilian state of Bahia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa do Nascimento Pereira

    2012-12-01

    Full Text Available O abortamento representa grave problema de saúde pública, que envolve questões legais, econômicas, sociais e psicológicas. Estudo qualitativo que teve como objetivo identificar situações que interferem na decisão pelo aborto e os sentimentos diante do processo de abortar. O estudo foi realizado em uma Maternidade Pública, no Município de Salvador-BA, e os sujeitos foram constituídos por nove mulheres hospitalizadas por aborto provocado. Para a coleta de dados, utilizamos a entrevista acompanhada por um formulário semiestruturado. Foram considerados os aspectos éticos baseados na Resolução 196/96 do Conselho Nacional de Saúde. Para a análise das falas, usamos como referencial a técnica de análise de conteúdo de Bardin. A amostra caracterizou-se por mulheres adultas eminentemente negras; casadas/união estável; dependentes financeiramente do companheiro. Na análise dos discursos, surgiram dois temas: Motivação e Sentimentos. Dentre os motivos que levam ao aborto, encontram-se a dificuldade financeira, o número de filhos, a vivência de violência conjugal e a perda de sua autonomia. O processo de abortamento gera medo de morrer, tristeza e alívio. As mulheres vivenciam o aborto induzido, revelando um processo muito doloroso, desde o momento em que descobrem a gravidez, passando pela difícil decisão de interrompê-la. Quando não são ajudadas, essas mulheres perpetuam essa dor, vivendo dias de angústia e culpa. O exercício da escuta e do acolhimento devem estar presentes na vida dos profissionais de saúde, independentemente de suas opiniões com relação ao aborto, a fim de que a mulher possa expressar seus sentimentos, e então obter ajuda e encaminhamento adequados.Abortion is a serious public health problem that involves legal, economic, social and psychological issues. This qualitative study aimed to identify situations that interfere in the abortion decision and the feelings about the process of aborting. The

  11. Desenvolvimento de equação para estimativa da gordura corporal de mulheres idosas com osteoporose e osteopenia através da espessura de dobras cutâneas tendo como referência absorciometria por dupla emissão de raios X Desarrollo de una ecuación para estimar la grasa corporal de mujeres ancianas con osteoporosis y osteopenia a través de la espesura de dobleces cutáneas teniendo como referencia la absorciometría por doble emisión de rayos X Development of an equation for measurement of bodyfat mass of elderly women with osteoporosis or osteopenia through skin fold thickness using dual energy X-ray absorptiometry as a reference

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    TM Aniteli

    2006-12-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO E OBJETIVO: A composição corporal vem sendo descrita como importante fator relacionado à densidade mineral óssea. Assim, o presente estudo teve como objetivo desenvolver equação preditiva para percentagem de gordura corporal através da espessura de dobras cutâneas tendo como referência a absorciometria por dupla emissão de raios X (DXA, em mulheres com osteoporose e osteopenia. METODOLOGIA: Foram analisadas 29 mulheres com idade entre 67 e 84 anos, atendidas no Ambulatório de Osteoporose da Disciplina de Reumatologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Foram mensuradas as espessuras de quatro dobras cutâneas (bíceps, tríceps, subescapular e supra-ilíaca e realizada a avaliação da composição corporal pela DXA. A análise estatística constou do teste de Kolmogorov-Smirnov, coeficiente de correlação de Pearson, análise de regressão linear simples, coeficiente de correlação intraclasse, teste t de Student, teste de Bland-Altman e cálculo do erro total da equação de acordo com Lohman (1992. RESULTADOS: O modelo de espessura de dobras cutâneas que melhor explicou o percentual de gordura corporal incluiu a soma das dobras supra-ilíaca, bicipital e tricipital, determinando em até 72% a percentagem de gordura corporal. Os valores médios da gordura corporal em quilograma, estimados pelas dobras e medidos pela DXA, não foram estatisticamente diferentes e estiveram altamente correlacionados (r = 0,82; p INTRODUCCIÓN Y OBJETIVO: La composición corporal viene siendo descrita como un importante factor relacionado a la densidad mineral ósea. De este modo el presente estudio ha tenido como objetivo desarrollar una ecuación predictiva para el porcentaje de grasa corporal a través de la espesura de los dobleces cutáneos con bases en la absorciometría por doble emisión de rayos X (DXA, en mujeres con osteoporosis y osteopenia. METODOLOGÍA: Fueron analizadas 29 mujeres con edades entre 67 y

  12. Condição feminina de mulheres chefes de família em situação de vulnerabilidade social Feminine condition of women heads of family in situation of social vulnerability

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosa Maria Ferreiro Pinto

    2011-03-01

    Full Text Available O estudo efetuou uma aproximação com a história de mulheres residentes na região central de Santos para compreender sua condição de vida, estratégias de sobrevivência e representações sobre o papel feminino e a construção de sua identidade como mulher. Utilizou-se da história oral para captar os elementos mais significativos da trajetória vivida por nove mulheres por meio de entrevistas realizadas no domicílio. A história delas mostrou processos de rupturas e continuidades, a fragilidade da população sob o efeito dos processos de vulnerabilidade e exclusão, revelando a condição feminina de mulheres em situação de vulnerabilidade social.The study approached the history of women who live in the central region of Santos to understand their life condition, their strategies to survive and their representations of the female role and of the construction of their identity as women. Nine women were interviewed in the places where they lived to get the most significant elements of their trajectory through their oral histories. Such histories showed processes of ruptures and continuities, as well as the fragility of the population under the effect of vulnerability and exclusion processes, and they disclosed the female condition of women in situation of social vulnerability.

  13. Corpos mutantes, mulheres intrigantes: transexualidade e cirurgia de redesignação sexual

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Alves Galli

    Full Text Available Algumas definições de transexualidade incluem a questão da cirurgia de redesignação sexual como um desejo inerente aos(às transexuais. Este estudo teve por objetivo investigar os significados atribuídos à cirurgia por quatro mulheres transexuais, destacando as concepções a respeito das mudanças que a redesignação acarreta na vida da pessoa transexual. Os dados foram colhidos mediante aplicação individual de entrevista aberta na modalidade história de vida temática. O material transcrito foi organizado sob a forma de estudos de caso e analisado com base na Teoria Queer. Os resultados sugerem que os significados atribuídos à cirurgia são polissêmicos e mutáveis ao longo do processo de desenvolvimento e que o desejo de se submeter ao procedimento não deve ser um critério definidor da transexualidade.

  14. Prevenção da violência contra mulheres: desafios na articulação de uma rede intersetorial Prevention of violence against women: challenges in the articulation of an intersetorial network Prevenção da violência contra mulheres: desafios na articulação de uma rede intersetorial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia Krieger Grossi

    2012-11-01

    Full Text Available

    Este artigo tem por objetivo destacar a importância da intersetorialidade na prevenção da violência contra a mulher através da articulação de diferentes atores sociais preocupados e comprometidos com a redução dos índices de violência contra a mulher e conseqüentemente com uma sociedade mais justa e equitativa. Estes desafios na articulação da rede de serviços de proteção à mulher em situação de violência doméstica serão ilustrados pelas falas de gestores das políticas de assistência social, coordenadores das Políticas de Mulheres e profissionais que atuam em Centros de Referência de Mulheres, Centros de Referência de Assistência Social (CRAS e Centro de Referência Especializado da Assistência Social (CREAS em municípios do Estado do Rio Grande do Sul.

    This article has the objective of highlighting the importance of sectoriality action in the prevention of violence against women through the articulation of different social actors concerned and committed to the reduction of the violence against women rates, and consequently with a more fair and equal society. These challenges in the articulation of the network of protection services for women in domestic violence are illustrated by the managers of the social welfare policies, coordinators of women´s policies and professionals that work in Reference Centers for Women, Reference Centers of Social Welfare (CRAS and Specialized Reference Center of Social Welfare (CREAS in municipalities of the State of Rio Grande do Sul.

    Este artigo tem por objetivo destacar a importância da intersetorialidade na prevenção da violência contra a mulher através da articulação de diferentes atores sociais preocupados e comprometidos com a redução dos índices de violência contra a mulher e consequentemente com uma sociedade mais justa e equitativa. Estes desafios na articulação da rede de serviços de proteção à mulher em situação de violência dom

  15. Promoção à saúde da mulher negra no povoado Castelo, Município de Alcântara, Maranhão, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Deuzilene Pedra Viegas

    Full Text Available Resumo A Política Nacional de Saúde para a Mulher Negra dispõe de um aparato legal que dá suporte a sua implementação, conquistado pelo movimento negro. Tendo como parâmetro as legislações referentes à saúde da população negra e à saúde da mulher, além dos documentos disponibilizados pela Secretaria Municipal de Saúde de Alcântara, este trabalho teve como objetivo geral analisar os serviços básicos de saúde prestados às mulheres negras do povoado Castelo e como objetivos específicos realizar levantamento empírico dos programas e projetos voltados para mulheres negras oferecidos pelo município de Alcântara; verificar se no povoado Castelo há algum atendimento específico para mulheres negras; identificar as principais demandas das mulheres da comunidade ao serviço de saúde local; averiguar como o quesito cor está sendo empregado pela equipe da Estratégia Saúde da Família que atende a comunidade. A metodologia consistiu em identificar, através de documentos disponibilizados pela Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS, as ações e serviços voltados para as mulheres na comunidade, e por meio de questionário aplicado aos profissionais, seus conhecimentos sobre a Política Nacional de Saúde Integral da População Negra. Concluímos que, apesar do aparato legal, reconhecido e citado pela SEMUS em seu Plano de Saúde atual, as legislações não têm sido suficientes para que esse segmento social tenha suas peculiaridades reconhecidas. Informações básicas para planejamento de ações específicas, como a coleta do quesito cor, por exemplo, não são realizadas pela SEMUS. Não identificamos nenhuma ação planejada que considere as características raciais e étnicas das mulheres da comunidade.

  16. Como morre uma mulher? : configurações da violência letal contra mulheres em Pernambuco

    OpenAIRE

    Gomes, Ana Paula Portella Ferreira

    2014-01-01

    Esta tese tem como tema os homicídios de mulheres em Pernambuco e seu objetivo foi compreender e analisar as dinâmicas sociais que produzem este tipo de violência. O objeto do estudo foi o conjunto das situações as mulheres são assassinadas, mas, para isso, foi necessário também observar o conjunto das situações de homicídios de homens, para não tomar como específico aquilo que é comum aos dois grupos populacionais. Para isso, realizou-se análise comparativa para identificar as situações nas ...

  17. Mulheres que sofrem violência doméstica: contribuições da psicanálise

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gabriela Quadros de Lima

    2011-12-01

    Full Text Available Este estudo busca compreender a influência da história de vida na escolha conjugal de mulheres que sofrem violência doméstica e os fatores que levam à admissão e/ou tolerância da repetição de um comportamento inadmissível. Participaram 12 mulheres, maiores de 18 anos de diferentes raças e níveis socioeconômicos e de escolaridade que sofreram violência doméstica perpetrada pelo parceiro íntimo, localizadas em dois Centros de Referência às Vítimas de Violência de Porto Alegre. As participantes preencheram uma Ficha de dados pessoais e sociodemográficos e responderam a uma entrevista semiestruturada. As entrevistas foram analisadas e categorizadas através da técnica de análise de conteúdo, e para a interpretação dos dados lançou-se mão da teoria psicanalítica. Os aspectos abordados permitem compreender a violência doméstica como resultante de uma história de vida marcada por vivências traumáticas que move estas mulheres, através da compulsão à repetição, à realização de escolhas conjugais que propiciam um cenário violento.

  18. Teste de caminhada de seis minutos para avaliação de mulheres com fatores de risco cardiovascular

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Ribeiro

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A atividade física é uma das formas de prevenção ao aparecimento de fatores de risco cardiovascular, como a hipertensão arterial sistêmica (HAS e o diabetes mellitus (DM. Uma das formas de avaliar é o teste de caminhada de seis minutos (TC6, que é um teste submáximo, simples de ser realizado, de baixo custo e alta reprodutibilidade. OBJETIVOS: Comparar o desempenho funcional de mulheres portadoras de risco cardiovascular, por meio do TC6. MÉTODOS: 45 mulheres foram alocadas em três grupos: G1 (com diagnóstico de HAS DM, G2 (diagnóstico de HAS e G3 (voluntárias saudáveis. Inicialmente, as voluntárias realizaram o TC6 com caráter de aprendizado e uma hora depois o teste com caráter avaliativo. Considerou-se como variáveis pré e pós-teste a saturação periférica de oxigênio, a frequência cardíaca, a pressão arterial, a glicose e a distância percorrida. A análise estatística foi realizada com significância estipulada de p < 0,05. RESULTADOS: Todos os grupos aumentaram significativamente a distância percorrida no teste avaliativo, e tiveram acréscimo na pressão arterial e redução do índice glicêmico. CONSIDERAÇÕES FINAIS: O TC6 pode ser utilizado para avaliação da capacidade funcional de mulheres portadoras de HAS e DM como fatores de risco cardiovascular, demonstrando-se seguro e submáximo.

  19. Percepção da saúde bucal em mulheres com perdas dentárias extensas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francieli Regina Bortoli

    Full Text Available Resumo Este escrito tem por objetivo analisar a percepção de mulheres com perdas dentárias extensas sob o olhar da bucalidade. A pesquisa foi realizada com mulheres com essas características em uma cidade de pequeno porte no estado de Santa Catarina. A entrevista semiestruturada produziu narrativas que foram gravadas e transcritas. Depois da coleta dos dados, realizou-se a análise das informações encontradas, a fim de interpretar os dados obtidos. Os dados organizados e sistematizados resultaram em seis categorias temáticas: condição socioeconômica, representação social da prótese dentária, prática odontológica, sofrimento e dor, consequências e limitações, e gênero. Algumas percepções são bem marcantes no grupo estudado: extrair os dentes para colocar prótese dentária era motivo de alegria para algumas entrevistadas; as próteses eram desejadas, pois proporcionavam dentes bonitos. Outro achado importante refere-se à extração de dentes sadios, apenas no caso das mulheres, como preparação para o casamento. O estudo evidencia a necessidade de aprofundamento da compreensão dos eventos que ocorrem na boca, seja no cuidado bucal ou nas práticas cotidianas, no intuito de melhorar o entendimento desse espaço e, ao cabo, reunir elementos para pensar e produzir outra clínica, que inclua os sujeitos com suas diferenças e diversidade cultural.

  20. Mulheres cuidando de mulheres: um estudo sobre a Casa de Apoio Viva Maria, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Meneghel Stela Nazareth

    2000-01-01

    Full Text Available Este trabalho teve como objetivo obter dados a respeito de mulheres vitimizadas que são atendidas em uma casa abrigo governamental denominada "Casa de Apoio Viva Maria", situada na cidade de Porto Alegre. Analisaram-se informações referentes a 110 mulheres que estiveram albergadas na casa durante os últimos dois anos - janeiro de 1996 a junho de 1998. O perfil da clientela mostrou que as mulheres eram jovens - em média, 29 anos; todas de baixa renda; 12% analfabetas, 21% negras, 80% delas com história de violência doméstica freqüente. Além disso, 18% destas mulheres retornaram à relação com o companheiro violento. Foram efetuadas visitas domiciliares a 34 ex-moradoras, convidando-as a participar de uma série de oficinas de avaliação. Um total de 118 pessoas - mães e crianças - integrou os três encontros de avaliação. Durante estes, os pesquisadores estimularam as participantes a expressar suas opiniões, percepções e sentimentos a respeito da experiência vivida na casa abrigo, assim como seus conceitos no tocante à violência. Finalmente, realizou-se um grupo focal com a equipe técnico-administrativa da casa. As trabalhadoras enfatizaram o quanto esse tipo de trabalho tem sido útil para seu desenvolvimento pessoal e auxiliou a modificar suas vidas.

  1. Mulheres cuidando de mulheres: um estudo sobre a Casa de Apoio Viva Maria, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Stela Nazareth Meneghel

    Full Text Available Este trabalho teve como objetivo obter dados a respeito de mulheres vitimizadas que são atendidas em uma casa abrigo governamental denominada "Casa de Apoio Viva Maria", situada na cidade de Porto Alegre. Analisaram-se informações referentes a 110 mulheres que estiveram albergadas na casa durante os últimos dois anos - janeiro de 1996 a junho de 1998. O perfil da clientela mostrou que as mulheres eram jovens - em média, 29 anos; todas de baixa renda; 12% analfabetas, 21% negras, 80% delas com história de violência doméstica freqüente. Além disso, 18% destas mulheres retornaram à relação com o companheiro violento. Foram efetuadas visitas domiciliares a 34 ex-moradoras, convidando-as a participar de uma série de oficinas de avaliação. Um total de 118 pessoas - mães e crianças - integrou os três encontros de avaliação. Durante estes, os pesquisadores estimularam as participantes a expressar suas opiniões, percepções e sentimentos a respeito da experiência vivida na casa abrigo, assim como seus conceitos no tocante à violência. Finalmente, realizou-se um grupo focal com a equipe técnico-administrativa da casa. As trabalhadoras enfatizaram o quanto esse tipo de trabalho tem sido útil para seu desenvolvimento pessoal e auxiliou a modificar suas vidas.

  2. Representações sobre a mulher no cinema brasileiro contemporâneo

    OpenAIRE

    Moreira, Tiago de Almeida

    2015-01-01

    O artigo apresenta e analisa um inventário com vinte e cinco filmes brasileiros contemporâneos que fazem representações sobre a mulher. As elaborações ficcionais sobre a mulher no cinema evidenciam que o seu papel na sociedade tem se modificado. Se em outros tempos do cinema brasileiro o feminino já foi tratado como o sexo frágil, associado à idéia de 181 mulher objeto, submissa ao homem, nos filmes atuais a mulher tem assumido um papel de protagonista nas relações de gênero. El artículo p...

  3. Respostas de freqüência cardíaca, consumo de oxigênio e sensação subjetiva ao esforço em um exercício de hidroginástica executado por mulheres em diferentes situações com e sem o equipamento aquafins Heart rate, oxygen consumption and rating of perceived exertion responses in a water aerobic exercise performed by women at different situations with and without the aquafins apparatus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Stephanie Santana Pinto

    2008-08-01

    Full Text Available As aulas de hidroginástica estão cada vez mais diversificadas com o uso de materiais apropriados ao meio aquático. Entretanto, poucos estudos verificaram a influência da utilização de tais materiais nas respostas cardiorrespiratórias. O objetivo foi analisar as respostas de freqüência cardíaca, consumo de oxigênio e sensação subjetiva ao esforço em mulheres durante a execução de um exercício de hidroginástica em diferentes situações com e sem o equipamento resistivo Aquafins®. Onze mulheres realizaram o exercício deslize frontal com a flexão e extensão horizontal de ombros em quatro situações: sem equipamento resistivo (S-FINS, com Aquafins nos membros inferiores (FINS-MIs, com Aquafins nos membros superiores (FINS-MSs e com Aquafins nos membros superiores e inferiores (FINS-MIs/MSs. Em todas as situações foi verificado a FC, o VO2 e a SSE. Utilizou-se ANOVA para medidas repetidas, com post-hoc de Bonferroni (p Aquatic exercise sessions are becoming increasingly diversified due to the use of apparatus appropriate to aquatic environment. However, few studies analyzed the influence of the use of such apparatus in the cardiorespiratory responses. The purpose was to analyze the heart rate, oxygen consumption and the rating of perceived exertion of effort in women during an aquatic exercise performed in different situations with and without resistive equipment, AquafinsTM. Eleven women performed the cross country skiing exercise with horizontal shoulder flexion and extension in four situations: without resistive equipment (NO-FINS, with Aquafins on the lower limbs (FINS-LLs, with Aquafins on the upper limbs (FINS-ULs and with Aquafins on the lower and upper limbs (FINS-LLs/ULs. In each situation HR, VO2 and SSE were verified. For data analysis, ANOVA for repeated measures were used, with the Bonferroni post-hoc test (p < 0.05. When compared to the other situations, HR was significantly higher with the FINS-LLs/ULs (159

  4. Mammography and Pap test screening among low-income foreign-born Hispanic women in the USA Mamografia e teste Papanicolau em mulheres latinas de baixa renda nos Estados Unidos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria E. Fernandez

    1998-01-01

    Full Text Available Little is known about the factors influencing screening among low-income Hispanic women particularly among recent immigrants. A sample of 148 low-income, low-literate, foreign-born Hispanic women residing in the Washington DC metropolitan area participated in the study. The mean age of the sample was 46.2 (SD = 11.5, 84% reported annual household incomesEste estudo determinou os fatores que influenciam a conduta de mulheres latinas de baixa renda nos EUA, em face do monitoramento pela mamografia (MM e por meio do teste de Papanicolau (TP, em uma amostra de 148 mulheres latinas, residentes na região metropolitana de Washington DC. A idade média na amostra foi de 46,2 anos (desvio padrão 11,5, e 84% relatavam renda familiar anual menor que quinze mil dólares. Todas as mulheres falavam espanhol e apresentavam níveis reduzidos de aculturação; 96% destas informavam ter realizado TP, mas 24% não relatavam adesão às normas recomendadas de rastreamento. Entre aquelas com quarenta anos ou mais, 62% haviam realizado MM, mas somente 33% de acordo com as normas de rotina. A freqüência de conceitos equivocados sobre o câncer neste grupo de mulheres foi maior que a observada para mulheres latinas em outros estudos. Modelos logísticos multivariados para variáveis correlacionadas à conduta no rastreamento pelo TP e MM indicam que fatores como o medo do teste, vergonha e desconhecimento tiveram influência. Concluiu-se que as mulheres nesse estudo apresentaram menor freqüência de rastreamento por MM que mulheres não latinas, além de apresentarem também níveis mais reduzidos de adesão às normas de rastreamento por TP e MM.

  5. Valores que motivam mulheres de baixa renda a comprar produtos de beleza.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luís Alexandre Grubits de Paula Pessôa

    2013-02-01

    Full Text Available O artigo tem como objetivo identificar valores individuais que motivam mulheres de baixa renda, mesmo vivendo com severas limitações financeiras, a comprar produtos de beleza, que poderiam, à primeira vista, ser considerados itens supérfluos. O modelo de cadeia meios-fim de Gutman (1982 e os tipos de valores de Rokeach (1973 e Floch (1990 constituíram sua base conceitual. Foram conduzidas entrevistas em profundidade, empregando a técnica laddering (REYNOLD; GUTMAN, 1988, com 17 mulheres de baixa renda residentes na cidade do Rio de Janeiro. As entrevistas também foram interpretadas com o auxílio de análises de conteúdo e de discurso. Os resultados trazem evidências de que, com o uso de produtos de beleza, as consumidoras de baixa renda buscam elevar sua autoestima, constantemente abalada pelas restrições financeiras, que as coloca em permanente situação de desvantagem. Também buscam, por meio da beleza, obter respeito de classes sociais hierarquicamente superiores, já que a aparência parece ser uma maneira eficaz para diminuir sua percepção de discriminação por serem pobres. As entrevistadas mostraram-se muito conscientes de suas limitações orçamentárias para aquisição de produtos de beleza, comprando apenas o que podem pagar. A marca dos produtos selecionados para compra surgiu como fator importante em suas escolhas, não para obter status, mas como garantia da qualidade dos produtos. Este trabalho buscou ampliar o conhecimento sobre o comportamento de consumo dos grupos sociais na base da pirâmide, examinando questões ainda pouco exploradas, como valores de sua subcultura. Sob a perspectiva gerencial, esta pesquisa propõe contribuições para a gestão do composto de marketing de empresas que pretendam atuar nesse mercado.

  6. Freqüência de precordialgia em mulheres chagásicas e não-chagásicas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Santos Vitorino Modesto dos

    1998-01-01

    Full Text Available O objetivo do estudo foi comparar a freqüência de precordialgia em mulheres chagásicas com grupo de não-chagásicas. Realizou-se estudo retrospectivo, amostral, do tipo corte transversal, com mulheres (n = 647, de idade 340 anos, chagásicas (n = 362 e controles (n = 285. Precordialgia foi definida por queixa de dor retroesternal relacionada ou não a esforço físico. As chagásicas foram classificadas nas formas indeterminada (n = 125, megas (n = 58 e cardíaca (n = 179. A idade (57,0 ± 11,3 vs 57,3 ± 10,4 anos e porcentagem de brancas (75,8% vs 77,1% foram similares entre chagásicas e controles, respectivamente. Precordialgia foi mais freqüente (p < 0,01 entre chagásicas (14,6% que entre controles (5,6%, com maior prevalência na forma cardíaca (risco relativo = 2,41; variação: 1,38-4,23, fenômeno possivelmente relacionado com distúrbios de inervação autonômica cardíaca ou esofágica, ou da inflamação em território da microcirculação coronariana.

  7. Olhares sobre os corpos e a construção de "homens" e "mulheres" na escola

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Moisés Sipriano Resende

    2012-05-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/2175-8042.2011v23n37p69 Este estudo visa levantar algumas problematizações referentes á construção de homens e mulheres no âmbito escolar e o modo como o corpo se torna local de inserção e produção dos discursos, marcas e linguagens. Foram aplicados questionários a estudantes, professores e gestores de escolas públicas de Goiânia buscando articular as compreensões destes sobre os comportamentos de homens e mulheres. Os dados evidenciaram que os educadores propõem pouca reflexão acerca da construção histórica, social e política dos corpos o que leva a reprodução das atuais diferenças de gênero por meio da educação dos corpos e das formas de viver a sexualidade.

  8. Impacto de grupos de mulheres em situação de vulnerabilidade de gênero The impact of women's groups on gender vulnerability

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Stela Nazareth Meneghel

    2003-08-01

    Full Text Available Neste trabalho, avaliaram-se oficinas de promoção à saúde e gênero, desenvolvidas em programas de extensão da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS na cidade de São Leopoldo, Rio Grande do Sul, Brasil. O método baseia-se na pesquisa participante e na pesquisa ação. Foram nucleados grupos de mulheres em dois locais da cidade. O primeiro grupo foi freqüentado por 14 mulheres, com um total de seis encontros. O segundo recebeu 18 mulheres e realizou um total de 11 encontros. Os temas discutidos e vivenciados foram: relação pais e filhos, estereótipos e papéis de gênero, conjugalidade, limites a comportamentos abusivos, corpo e sexualidade e estratégias de enfrentamento à violência. Treze mulheres que freqüentaram o segundo grupo mudaram padrões de comportamento, buscando emprego, retornando à escola, melhorando a imagem corporal e reavaliando situações de violência. O grupo de pesquisadores aproximou-se do Fórum de Mulheres de São Leopoldo, fomentando o fortalecimento da rede de apoio/atendimento, bem como a visibilidade das políticas setoriais e de suas instâncias no planejamento e na execução de políticas públicas para a mulher.This study evaluated the impact of workshops on health and gender conducted through extension programs under Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS in the city of São Leopoldo, Rio Grande do Sul, Brazil. The method was based on participatory research and action-based research. Women's groups were organized in two locations in the city. The first group was attended by 14 women, with a total of 6 meetings. The second received 18 women and held a total of 11 meetings. The themes discussed and experienced were: relations between parents and children, gender stereotypes and roles, conjugality, limits to abusive behaviors, body and sexuality, and empowerment to deal with violence. Thirteen women who attended the second group changed their behavior patterns, looking for jobs

  9. Autopercepção de vulnerabilidade às doenças sexualmente transmissíveis e Aids em mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silveira Mariângela F

    2002-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar comportamentos de risco e autopercepção de vulnerabilidade às doenças sexualmente transmissíveis (DST e à Síndrome de imunodeficiência adquirida (Aids em mulheres. MÉTODOS: Dos 281 setores censitários existentes na cidade de Pelotas, RS, foram selecionados 48 a partir de amostragem sistemática. Foi entrevistada uma amostra de 1.543 mulheres, de 15 a 49 anos, por meio de questionário composto de três partes (informações socioeconômicas, perguntas aplicadas em entrevista, questionário auto-aplicado. Para tabulação dos dados, foi utilizado o programa Epi-Info, versão 6.0. Para análise estatística dos dados foram usados o teste de Kappa e a razão de odds. RESULTADOS: Na amostra, 64% das mulheres achavam impossível ou quase impossível adquirir DST/Aids. Os principais comportamentos de risco foram o não uso de preservativo na última relação antes do depoimento (72%; início das relações sexuais com menos de 18 anos (47%; uso de álcool ou drogas pelo parceiro (14% ou pela mulher (7% antes da última relação; dois ou mais parceiros nos três meses que antecederam o depoimento (7% e sexo anal na última relação (3%; 44% das mulheres apresentaram dois ou mais comportamentos de risco. A sensibilidade da autopercepção, usando como padrão o escore de risco igual ou superior a dois, foi de 41 %. Sua especificidade de 67%. CONCLUSÕES: A autopercepção de vulnerabilidade não é um bom indicador, pois as mulheres não identificam corretamente seu nível de risco.

  10. Autopercepção de vulnerabilidade às doenças sexualmente transmissíveis e Aids em mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariângela F Silveira

    2002-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar comportamentos de risco e autopercepção de vulnerabilidade às doenças sexualmente transmissíveis (DST e à Síndrome de imunodeficiência adquirida (Aids em mulheres. MÉTODOS: Dos 281 setores censitários existentes na cidade de Pelotas, RS, foram selecionados 48 a partir de amostragem sistemática. Foi entrevistada uma amostra de 1.543 mulheres, de 15 a 49 anos, por meio de questionário composto de três partes (informações socioeconômicas, perguntas aplicadas em entrevista, questionário auto-aplicado. Para tabulação dos dados, foi utilizado o programa Epi-Info, versão 6.0. Para análise estatística dos dados foram usados o teste de Kappa e a razão de odds. RESULTADOS: Na amostra, 64% das mulheres achavam impossível ou quase impossível adquirir DST/Aids. Os principais comportamentos de risco foram o não uso de preservativo na última relação antes do depoimento (72%; início das relações sexuais com menos de 18 anos (47%; uso de álcool ou drogas pelo parceiro (14% ou pela mulher (7% antes da última relação; dois ou mais parceiros nos três meses que antecederam o depoimento (7% e sexo anal na última relação (3%; 44% das mulheres apresentaram dois ou mais comportamentos de risco. A sensibilidade da autopercepção, usando como padrão o escore de risco igual ou superior a dois, foi de 41 %. Sua especificidade de 67%. CONCLUSÕES: A autopercepção de vulnerabilidade não é um bom indicador, pois as mulheres não identificam corretamente seu nível de risco.

  11. O mundo muçulmano em uma era global: a proteção dos direitos das mulheres The muslim world in a global age: protecting women's ights

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mahmood Monshipouri

    2004-06-01

    Full Text Available As mulheres muçulmanas enfrentam, simultaneamente, três desafios. Em primeiro lugar, elas representam uma identidade islâmica que, com freqüência, está em conflito com regimes políticos modernos e com as elites dos Estados. Em segundo lugar, elas devem lutar contra os fundamentalistas islâmicos, cujas idéias, instituições e objetivos são por elas rejeitados com veemência. Por fim, e tão importante quanto os outros desafios, elas enfrentam no dia-a-dia a cultura patriarcal dominante nos lugares onde vivem. As questões relacionadas aos direitos das mulheres são agravadas pelas dificuldades que as mulheres muçulmanas encontram em uma cultura patriarcal na qual a mulher é geralmente caracterizada por estereótipos. Se, por um lado, a "solidariedade sem fronteiras" possibilitou a promoção de direitos das mulheres dentro e através das culturas, por outro, ela também se depara com questões sociais mais amplas e mais complexas. Embora essa solidariedade global sofra resistência em muitas partes do mundo muçulmano, o empowerment das mulheres é visto como o antídoto mais eficaz contra o extremismo no mundo muçulmano. Este trabalho pretende contextualizar a análise de gênero nos âmbitos cultural, econômico e político, de modo a lidar com três questões: (1 por que as mulheres muçulmanas se tornaram agentes de mudança, reforma e democratização no mundo globalizado? (2 qual o impacto da globalização sobre as mulheres muçulmanas e sobre a ascensão do feminismo islâmico? (3 de que maneira as mulheres muçulmanas podem respeitar a integridade de sua cultura, ao mesmo tempo que se mantêm receptivas a valores, idéias e instituições universais?Muslim women encounter three fronts simultaneously. First, they represent an Islamic identity that more often than not is in conflict with modern political regimes and state elites. Secondly, they must fight against Islamic fundamentalists, whose ideas, institutions, and goals

  12. Desenvolvimento e validação de equação preditiva da gordura visceral em mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marina de Moraes Vasconcelos Petribu

    2012-04-01

    Full Text Available DOI: http://dx.doi.org/10.5007/1980-0037.2012v14n3p333 Os métodos atualmente disponíveis para avaliação da obesidade visceral apresentam limitações, tornando-os inviáveis para avaliação em grandes grupos de indivíduos. Esse estudo teve por objetivo desenvolver e validar equação preditiva para estimar a área de tecido adiposo visceral em mulheres jovens. Foram estudadas 64 mulheres entre 19 e 36 anos. As seguintes variáveis foram avaliadas: volume de gordura visceral (VGV (medido pela ultra-sonografia, Índice de Massa Corporal (IMC, Circunferência da Cintura, Razão Cintura-Estatura (RCE, Razão Cintura-Quadril, Índice de Conicidade, Perfil Lipídico e Glicemia de Jejum (GJ. As mulheres foram divididas em dois grupos: desenvolvimento (n=48 e validação (n=16 da equação. Foram propostas e validadas três equações para estimativa do VGV: Equação 1: VGV=-31,888+(4,044xIMC; Equação 2: VGV= -51,891+(248,018xRCE; Equação 3: VGV= -130,941 +(198,673 * RCE + (1,185xGJ, com poder preditivo de 34%, 24% e 45%, respectivamente. Não foi observada diferença estatisticamente significante entre os valores de VGV avaliados pela ultrassonografia e estimados pelas equações preditivas no grupo de validação. As equações propostas podem ser utilizadas para calculo do VGV de mulheres jovens, quando os exames de imagem não estiverem disponíveis, sendo uma ferramenta valiosa para estudos epidemiológicos e serviços de saúde.

  13. A condição feminina em Lisístrata e em A Fonte das Mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Amanda Jéssica Ferreira Moura

    2016-12-01

    Full Text Available O presente trabalho dá enfoque à comédia grega Lisístrata (411 a.C, de Aristófanes, e a sua adaptação cinematográfica, o filme A Fonte das Mulheres (La Source des Femmes, 2011, coproduzido por França, Bélgica e Itália e dirigido pelo romeno Radu Mihaileanu. Ambas as obras trazem a questão da greve do sexo instaurada pelas mulheres, mas os motivos e os desdobramentos dessa greve são divergentes. Para desenvolvimento de nossa pesquisa, partimos da descrição de excertos da comédia e de cenas do filme, considerando as peculiaridades dos contextos de produção e recepção de cada uma delas, a fim de examinar as diferenças no que se refere ao tratamento dado às questões femininas nas obras citadas. Para fundamentar teoricamente o trabalho, recorremos a pesquisadores que se debruçaram sobre os estudos de tradução e adaptação, como Hermans (1992 e Lefevere (1992, e sobre o estudo da comédia grega, como Pompeu (1997 e Oliveira e Silva (1991. Uma vez que os contextos de produção e recepção das obras são distintos, as escolhas feitas durante a elaboração dessas narrativas também se diferenciam, o que aponta para um processo de reescritura do enredo. Os resultados demonstram que a obra cinematográfica, devido ao contexto no qual se insere, debate a condição feminina de modo diverso da comédia: enquanto a comédia aristofânica aborda a temática da mulher para discutir sobre a manutenção da pólis, o filme acolhe pontos de discussão importantes para o próprio movimento feminista e discute a opressão que o patriarcado impõe às mulheres

  14. Fontes cotidianas de estresse entre mulheres portadoras de HIV Daily sources of stress among HIV-positive women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leticia Gaspar Tunala

    2002-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Categorizar e descrever as fontes de estresse cotidianas de mulheres portadoras do vírus da imunodeficiência humana (HIV. MÉTODOS: Foram realizadas entrevistas individuais, por meio de um questionário semi-estruturado, com uma amostra consecutiva de 150 mulheres portadoras do HIV, de julho a dezembro de 1997, no Centro de Referência e Tratamento de Doenças Sexualmente Transmissíveis e Aids (CRT DST/Aids (Secretaria de Estado da Saúde, SP. As variáveis investigadas foram: dados demográficos, estrutura familiar, percepção de risco, sexualidade, acesso ao sistema de saúde, adesão ao tratamento, uso de álcool e drogas, evento significativo e evento estressante, sendo este o foco de discussão do artigo. RESULTADOS: Apenas 14% dos eventos estressantes são diretamente resultados do tratamento ou do adoecimento. Os relatos das fontes de estresse foram distribuídos nos seguintes assuntos: familiares (17%; relacionamento com o parceiro (12%; filhos (14%; enfermidade (14%; relacionamento com outras pessoas (9%; problemas financeiros (8% e profissionais (7%; vivências de discriminação (7%; outros (4%; e não responderam (8%. CONCLUSÕES: As fontes de estresse apresentam principalmente um conteúdo afetivo-relacional, derivadas muitas vezes do estigma associado ao HIV e, na maioria das vezes, a temas comuns a todas as mulheres. Os profissionais de saúde deveriam oferecer cuidado integral às mulheres portadoras do HIV.OBJECTIVE: To categorize and describe the daily sources of stress encountered by HIV-infected women. METHODS: Using a semi-structured questionnaire, 150 interviews were conducted among HIV-infected women who attended the Reference and Treatment Center for Sexually Transmitted Diseases and Aids in the state of São Paulo, Brazil, between July and December 1997. The studied variables were: demographics, family structure, risk perception, sexuality, access to health system, treatment compliance, drug use, and

  15. Gênero e desejo: a inteligência estraga a mulher? Gender and desire: does intelligence damage women?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria de Lourdes Borges

    2005-12-01

    Full Text Available Neste artigo, eu analiso a idéia de que a inteligência é um atributo erótico do homem, enquanto a beleza é o que torna uma mulher atraente. Eu inicio por Immanuel Kant, filósofo do século XVIII, segundo o qual uma mulher inteligente pode despertar a admiração de um homem, mas não desejo e amor. Mais do que isso, uma mulher inteligente, mesmo que bela, perderia seu poder sobre os homens, pois a inteligência arruinaria a atratividade feminina. Eu mostro que essa visão antiga ainda está em voga atualmente. Muitos autores defendem a visão de que o que torna uma mulher atraente para um homem é a beleza, a inteligência sendo negativa ou indiferente. Alguns teóricos inclusive atribuem esse fato a uma essência natural do ser humano. Eu contesto essa visão, mostrando que a beleza tem um aspecto cultural e que não podemos falar de uma essência não-histórica do ser humano.In this paper I analyze the idea that intelligence is a male erotic attribute, while beauty is what makes woman attractive. I begin by Immanuel Kant, an 18th Century philosopher, according to whom an intelligent woman may have the admiration of men, but not their desire. More than that, an intelligent, yet beautiful woman would lose her power over men, because intelligence can ruin woman attractiveness. I show that this apparently old vision is still alive today. Many authors nowadays support the view that what makes a woman's attractive for man is beauty, intelligence being negative or indifferent for attraction. Some even assign this idea to a natural essence of man and woman. I will challenge this view, showing that beauty has a cultural aspect and that we cannot appeal to a non-historical essence of human being.

  16. O adoecer e morrer de mulher jovem com câncer de mama

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Janderléia Valéria Dolina

    2013-09-01

    Full Text Available O estudo teve como foco a vivência de mulher jovem com câncer de mama e objetivou compreender o adoecer, o morrer e a morte dela, a partir dos sentidos atribuídos aos eventos de sua vida. Apóia-se na ideia de que se morre a partir do que foi vivido e no modo com que este vivido vai sendo ressignificado ao longo do tempo. Trata-se de pesquisa qualitativa que se configura como um estudo de situação, o qual permitiu construir a Linha da Vida de Beth através do emprego de sua História de Vida em que se destaca suas narrativas, eventos considerados, por ela, marcantes e que conformaram o seu modo de viver e, nele, o morrer. Além da descrição minuciosa de como se deram os encontros de entrevista, também discute-se duas categorias centrais do estudo, denominadas de "Morrer a vida - as pequenas mortes vivenciadas por Beth" e "Beth vivendo seu morrer e morte". O estudo enfatiza a necessidade dos profissionais da saúde tomarem para si a responsabilização por um modo de cuidado que não vise tão somente a cura, mas que tenha como foco a dimensão humana com o objetivo de prover o bem estar e a manutenção da vida, enquanto esta for possível.

  17. Significado da capacitação profissional para o cuidado da mulher vítima de violência conjugal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nadirlene Pereira Gomes

    2013-09-01

    Full Text Available Objetivou-se compreender os significados atribuídos por profissionais que atuam na estratégia de saúde da família sobre a capacitação profissional para o cuidado à mulher em situação de violência conjugal. MÉTODOS: Estudo qualitativo baseado na Teoria Fundamentada nos Dados. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa em 14/05/201. Foram entrevistados 52 profissionais que atuam na Estratégia Saúde da Família, entre eles, técnicos, enfermeiros, médicos e coordenadores da unidade, no período de maio e agosto de 2012. A análise respaldou-se na codificação aberta, axial e seletiva. RESULTADOS: A dificuldade de reconhecer o agravo à mulher e os encaminhamentos ao sistema de referência e contrarreferência constituem os principais desafios para o enfrentamento da problemática. Os profissionais propõem a capacitação enquanto estratégica para garantia do cuidado. CONCLUSÃO: O estudo oferece subsídios para a gestão do cuidado à mulher, sobretudo no âmbito da Atenção Primária à Saúde.

  18. Vivências de mulheres cuidadoras de pessoas idosas dependentes: orientação de gênero para o cuidado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edmeia Campos Meira

    2017-05-01

    Full Text Available Resumo Objetivo: Apreender nas lembranças da mulher cuidadora o sentido e o significado das vivências de relação de cuidado na unidade familial com a pessoa idosa dependente em contexto de construção social da identidade de gênero orientado para o cuidado. Métodos: Estudo fundamentado na História Oral de Vida com seis mulheres cuidadoras de famílias com pessoas idosas dependentes, no interior da Bahia, Brasil. As lembranças, captadas por entrevista gravada e transcrita, compuseram o corpus de análise. Resultados: O papel social de identidade de gênero direciona a mulher na responsabilização de seus membros familiares dependentes de cuidado, com sentimentos e valores de obrigação humana e forte influência religiosa. Esse cuidado favorece ainda as vivências intergeracionais no espaço das relações familiares com aprendizagens significativas. Conclusão: Urge uma compreensão crítica do papel feminino do cuidado, com incentivo à educação intergeracional e de gênero que propiciem novas perspectivas para o cuidado ao idoso dependente.

  19. Ocorrência e manejo de feridas neoplásicas em mulheres com câncer de mama avançado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thais de Oliveira Gozzo

    2014-04-01

    Full Text Available Objetivo deste estudo foi caracterizar o perfil sociodemográfico de mulheres com câncer de mama que apresentam feridas neoplásicas e identificar as coberturas mais utilizadas para o tratamento das feridas. Métodos: Trata-se de um estudo de abordagem quantitativa, de corte transversal e retrospectivo. Os dados foram coletados por meio de revisão de prontuários de mulheres com câncer de mama no período de 2000 a 2010. Resultados: A amostra constituiu-se de 62 mulheres com idade média de 55,4 anos; 75,8% eram de cor branca, 55% apresentaram carcinoma ductal invasor e 27,4%, estágio clínico IIIb. Dos óbitos registrados, 27% ocorreram em menos de um ano após o aparecimento da ferida. Os sintomas registrados foram dor (32,2%, sangramentos (35% e necrose (21%. Os produtos utilizados foram a sulfadiazina de prata (23% e o ácido graxo essencial (16,1%. Conclusão: Os resultados apontam para falta de sistematização da assistência de enfermagem relacionada às feridas oncológicas neste serviço.

  20. Teste de HIV solicitado e espontâneo: um estudo de base populacional com mulheres de uma cidade do Sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marilia Arndt Mesenburg

    2017-10-01

    Full Text Available Estudo transversal de base populacional foi realizado com o objetivo de descrever a prevalência, motivos e fatores associados para realização de teste para HIV entre mulheres de Pelotas, Sul do Brasil. Foram entrevistadas 1.222 mulheres. Foram estimados prevalência de teste (sim/não, teste solicitado e teste voluntário. A prevalência de teste foi de 66,1% (IC95%: 63,4-68,8, teste solicitado 52,4% (IC95%: 49,6-55,2 e teste espontâneo 13,6% (IC95%: 11,6-15,5. O principal motivo para realização de teste foi rastreamento pré-natal (52%. Idade, idade da primeira relação e possuir filhos se mostraram associadas à realização de teste espontâneo e solicitado. Escores de comportamentos sexuais de risco, situação conjugal e uso de preservativo se mostraram associados apenas a teste solicitado e prática de sexo anal apenas a teste espontâneo. Os resultados indicam que testagem para HIV parece estar fortemente relacionada com a assistência pré-natal e que a percepção de risco por parte dos profissionais de saúde parece ser mais adequada do que a percepção da própria mulher.

  1. Violência contra a mulher e representações mentais: um estudo sobre pensamentos morais e sentimentos de adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valéria Amorim Arantes

    Full Text Available Nesta pesquisa analisamos processos psicológicos subjacentes às formas de situar-se diante da violência contra a mulher. Participaram 120 adolescentes brasileiros, estudantes de escolas públicas da cidade de São Paulo, de ambos sexos, com 12, 14 e 16 anos. O instrumento consistiu no relato de um conflito com episódios de violência física e verbal vivido por uma adolescente e seu namorado. Identificamos cinco maneiras de posicionar-se diante da violência contra a mulher e uma relação entre as estratégias de resolução propostas, os pensamentos e sentimentos atribuídos aos protagonistas e a dinâmica imaginada para essa relação. Foi observado que a violência se dá mais entre os homens do que entre as mulheres, e mais entre os mais novos do que entre os mais velhos.

  2. Direitos reprodutivos das mulheres no sistema penitenciário: tensões e desafios na transformação da realidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vilma Diuana

    2016-07-01

    Full Text Available Resumo Neste artigo buscou-se identificar e discutir violações e desafios à efetivação dos direitos reprodutivos das mulheres em situação de privação de liberdade, com ênfase na saúde sexual e reprodutiva. Foram considerados como referenciais de análise os parâmetros normativos que sustentam estes direitos, identificados por levantamento bibliográfico, e os discursos e práticas relativos à sua efetivação no dia a dia das prisões, colhidos em entrevistas com mulheres gestantes e com filhos nas prisões e profissionais cujas práticas interferem no exercício destes direitos. Verificou-se que as violações destes direitos sustentam-se em discursos que deslegitimam a maternidade destas mulheres. Considera-se o recurso aos direitos como estratégico nas lutas pela transformação desta situação.

  3. Lutando por terra e vida! =Fighting for land and life

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lassak, Sandra

    2010-01-01

    Full Text Available O artigo analisa a situação das mulheres camponesas e seu trabalho em prol da justa distribuição da terra. Inicia com a afirmação da exclusão e da exploração da força do trabalho feminino no modelo dos colonatos, passando ao capitalismo, difusor do latifúndio e do agronegócio o estudo do papel exercido pelas mulheres, para chegar à reforma agrária e a mudança de relações sociais de gênero e, enfim, a resistência feminina por meio do movimento de mulheres camponesas. This article analyzes the situation of peasant women and their efforts towards a just distribution of land. It starts by affirming the fact that there is exclusion and exploitation of the feminine labor force within the structure of small colonies. It also shows the way capitalism helps diffuse agribusiness and large estate owners and the role women play to reach land reform and a change in the social relationships based on gender. Finally, it examines the feminine resistance through an organized movement of peasant women.

  4. Empoderamento das mulheres beneficiárias do Programa Bolsa Família na percepção dos agentes dos Centros de Referência de Assistência Social

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nathalia Carvalho Moreira

    2012-04-01

    Full Text Available Este trabalho teve como objetivo analisar o empoderamento das mulheres beneficiárias do Programa de Transferência de Renda, conhecido como "Programa Bolsa Família", na percepção dos agentes sociais dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras. Para tanto, realizou-se um estudo de caso múltiplo, tendo como sujeitos de pesquisa 11 gestores de diferentes Cras do estado de Minas Gerais. A partir da técnica de análise de conteúdo, as respostas das perguntas, que compuseram as entrevistas, foram agrupadas de acordo com as categorias Bolsa Família, Cras e Mulher. Os resultados apontam a importância do Cras na execução do Programa Bolsa Família e no processo de empoderamento, pois a convivência e a participação neste local têm contribuído para a conscientização sobre direitos, para a inserção social e para a melhoria do bem-estar das mulheres, fatores evidenciados por intermédio do interesse das mulheres por cursos, oficinas, informações sobre programas sociais e atendimento psicológico. Na percepção dos agentes, foi possível observar melhoria nas condições de vida, nas relações familiares, conscientização e autoestima, implicando reflexos sobre o empoderamento feminino. Portanto, embora sendo um processo lento e embrionário, pode-se dizer que o ciclo do empoderamento das mulheres beneficiárias do Bolsa Família pode ser completado, pois consegue atingir as três dimensões (individual, familiar e comunitária.

  5. Relações afetivo-sexuais e prevenção contra infecções sexualmente transmissíveis e aids entre mulheres do município de Vitória - ES Rrelaciones afectivo-sexuales y prevención contra infecciones sexualmente transmisibles y sida entre mujeres del municipio de Vitoria-ES Sexual relationships and infections sexually transmitted and aids prevention among women in Vitória-ES, Brazil

    OpenAIRE

    Melissa Mattos Amorim; Ângela Nobre de Andrade

    2006-01-01

    Objetivou-se conhecer como mulheres vivenciam a prevenção de infecções sexualmente transmissíveis (IST) e aids em suas relações afetivo-sexuais. Foram realizados dois grupos de discussão e 12 entrevistas individuais com mulheres na faixa etária de 20 a 35 anos. Um grupo foi composto por cinco participantes com ensino fundamental ou médio (Grupo1) e o outro, por sete participantes com ensino superior completo ou incompleto (Grupo2). Apenas três participantes faziam uso consistente do preservat...

  6. Fatores associados ao excesso de peso entre mulheres

    OpenAIRE

    Lopes,Aline Cristine Souza; Reyes,Alessandra Nunes Lima; Menezes,Mariana Carvalho de; Santos,Luana Caroline dos; César,Cibele Comini

    2012-01-01

    Objetivou-se caracterizar as usuárias e identificar os fatores associados ao excesso de peso em serviço público de Promoção à Saúde (SPS). Estudo transversal com todas as mulheres de SPS, denominado Academia da Cidade. Utilizaram-se variáveis antropométricas, consumo e hábitos alimentares, e relato de morbidades. Realizou-se análise descritiva e regressão linear múltipla (p

  7. Raça e desigualdade entre as mulheres: um exemplo no sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Olinto Maria Teresa Anselmo

    2000-01-01

    Full Text Available Através de dados epidemiológicos este estudo pretende evidenciar as proporções sócio-econômicas das distinções criadas pelo "racismo contemporizador" da sociedade brasileira. Foi realizado um estudo transversal de base populacional com uma amostra representativa de 2.779 mulheres, de 15 a 49 anos vivendo em uma cidade no sul do Brasil. As mulheres negras e pardas apresentaram menor escolaridade, renda familiar, piores condições de moradia do que as mulheres brancas. Ao mesmo tempo, usavam menos métodos contraceptivos, tinham mais filhos e apresentavam maior perda fetal do que as mulheres brancas. Chama a atenção que praticamente todos esses resultados apresentaram tendência linear entre as categorias, isto é, à medida que havia um "escurecimento" da pele, piores ficavam as condições sócio-econômicas das mulheres. Também foi observado que as mulheres negras eram mais separadas, divorciadas ou viúvas, evidenciando mais um aspecto de pauperização das mulheres negras, principalmente pelo limitado acesso dessas ao mercado de trabalho. Os resultados deste estudo demostram que as relações raciais entre as mulheres são uma problemática que deve permear a discussão sobre cidadania no Brasil.

  8. Raça e desigualdade entre as mulheres: um exemplo no sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Teresa Anselmo Olinto

    2000-12-01

    Full Text Available Através de dados epidemiológicos este estudo pretende evidenciar as proporções sócio-econômicas das distinções criadas pelo "racismo contemporizador" da sociedade brasileira. Foi realizado um estudo transversal de base populacional com uma amostra representativa de 2.779 mulheres, de 15 a 49 anos vivendo em uma cidade no sul do Brasil. As mulheres negras e pardas apresentaram menor escolaridade, renda familiar, piores condições de moradia do que as mulheres brancas. Ao mesmo tempo, usavam menos métodos contraceptivos, tinham mais filhos e apresentavam maior perda fetal do que as mulheres brancas. Chama a atenção que praticamente todos esses resultados apresentaram tendência linear entre as categorias, isto é, à medida que havia um "escurecimento" da pele, piores ficavam as condições sócio-econômicas das mulheres. Também foi observado que as mulheres negras eram mais separadas, divorciadas ou viúvas, evidenciando mais um aspecto de pauperização das mulheres negras, principalmente pelo limitado acesso dessas ao mercado de trabalho. Os resultados deste estudo demostram que as relações raciais entre as mulheres são uma problemática que deve permear a discussão sobre cidadania no Brasil.

  9. VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER: PROBLEMATIZANDO DEFINIÇÕES TEÓRICAS, FILOSÓFICAS E JURÍDICAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maisa Campos Guimarães

    2015-08-01

    Full Text Available A violência doméstica contra a mulher é um fenômeno múltiplo e complexo que tem destacado importantes discussões teórico-filosóficas e questionamentos ético-políticos. O presente artigo se propõe a articular a perspectiva de gênero às análises sobre violência em suas dimensões subjetiva, histórica, social e cultural, buscando (releituras críticas acerca das definições dessas violências. O olhar sobre a cultura machista e patriarcal brasileira revela posturas de legitimação e banalização de tais violências que legislações recentes, como a Lei Maria da Penha, buscam superar. Esta lei traz inovações jurídicas e processuais que pretendem empreender mudanças legais, políticas e culturais na afirmação dos direitos humanos das mulheres. Por tais perspectivas, propomos-nos a problematizar definições e tipificações das violências contra as mulheres e articular uma compreensão com a perspectiva ética e histórica dos direitos humanos, incorporando assim as dimensões ética e política ao olhar crítico e complexo sobre a violência doméstica contra a mulher.

  10. Mulher, mãe e esposa: conservadorismo católico e representações do feminino na imprensa católica mineira

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Diego Omar da Silveira

    Full Text Available Resumo Parece consensual que a renovação que tanto os movimentos feministas quanto os estudos de gênero proporcionaram, a partir dos anos 1960, implicou uma nova forma de escrever a história das mulheres no Ocidente, o que também se aplica, obviamente, ao Brasil. O impacto dessa renovação no seio do catolicismo continua, entretanto, uma questão em aberto, que ainda exige estudos aprofundados e uma reavaliação dos papéis – passados e presentes – de homens e mulheres no interior da Igreja. Algumas importantes pesquisas têm destacado que, diante de processos geradores de profundas transformações, a Instituição reagiu, muitas vezes, com a reafirmação de valores que, embora soassem arcaicos, eram afirmados como constitutivos da essência do catolicismo e, por isso, vistos como estáticos e imutáveis. Este artigo apresenta uma análise de um dos casos dessa reação, ao acompanhar os discursos sobre a mulher nas páginas do jornal O Arquidiocesano, Órgão Oficial da Arquidiocese de Mariana (Minas Gerais, que circulou semanalmente entre os anos de 1959 e 1988 e que, quase sempre com uma abordagem conservadora do tema, reafirmava determinados lugares sociais à mulher, com destaque para os papéis de mãe e de esposa.

  11. Gravidez após violência sexual: vivências de mulheres em busca da interrupção legal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carolina Leme Machado

    2015-02-01

    Full Text Available No Brasil, a realização de interrupção legal de gestação consequente à violência sexual é permitida por lei. O objetivo deste estudo foi relatar vivências de mulheres após a violência sexual, no diagnóstico de gravidez, na busca pelo serviço de interrupção legal da gestação e durante a internação em um hospital universitário. Foi realizada pesquisa qualitativa com entrevistas semiestruturadas em dez mulheres de 18-38 anos e escolaridade ≥ 8 anos, após 1-5 anos da interrupção legal da gestação. As mulheres desconheciam o direito à interrupção legal da gestação, sentiram a violência sexual como experiência vergonhosa, mantiveram segredo e não procuraram qualquer atendimento imediato. O diagnóstico de gravidez provocou sentimentos de angústia e desejo de abortar. Para as mulheres que procuraram o setor de saúde suplementar as orientações foram precárias ou não aconteceram. O atendimento dos profissionais mostrou-se relevante para assimilação da experiência do aborto. É necessário divulgar o direito à interrupção legal da gestação e a existência de serviços que a realizam, e capacitar profissionais de saúde e segurança pública para atender esses casos.

  12. A MULHER NO TRABALHO: A SITUAÇÃO DE FUNCIONÁRIAS DA HOTELARIA DE JOÃO PESSOA-PB

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Débora de Souza Costa

    2011-10-01

    Full Text Available As questões referentes à mulher no mercado de trabalho têm sido cada vez mais objeto de estudo, sendo que os enfoques podem ser relacionados à ocupação das mulheres por setores econômicos; aos problemas relacionados à situação da mulher no mercado de trabalho; à qualidade de vida no trabalho; as políticas e práticas de gestão de pessoas; entre outros. Dentro desse panorama, torna-se importante identificar o papel da mulher dentro das empresas hoteleiras. Assim, o objetivo desse estudo é analisar a situação de funcionárias da hotelaria de João Pessoa – PB. A pesquisa foi desenvolvida em duas etapas: na primeira foi realizada uma pesquisa descritiva exploratória onde foi aplicado um questionário com os gerentes dos hotéis e, na segunda, foi aplicado um questionário as funcionárias. O estudo evidenciou que existe uma percepção positiva sobre a maioria das vivências no cotidiano de tais empresas no que concerne aos aspectos que foram abordados. Registra-se ainda que as funcionárias possuem uma imagem positiva da empresa tendo em vista que 94% das funcionárias consideram a empresa como um bom local de trabalho e, em sintonia com isto 80% assinalou que indicaria um amigo para trabalhar na empresa.

  13. Racial inequalities in access to women's health care in southern Brazil Desigualdades raciais no acesso à saúde da mulher no Sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Souza de Bairros

    2011-12-01

    Full Text Available The aim of this population-based cross-sectional study was to investigate access by 20 to 60 year-old women - both black and white - to early detection (pap-smear exams for breast and cervical cancer in two towns - São Leopoldo and Pelotas - in Rio Grande do Sul State, southern Brazil. Estimates of the association between race/color and access to pap-smear and breast exams were adjusted for income, education, economic class and age. Of the 2,030 women interviewed, 16.1% were black and 83.9%, white. Black women were significantly less likely to have had a pap-smear and/or breast exam than white women. Racial inequalities in access to cancer early detection exams persisted after controlling for age and other socioeconomic factors. Racial differentials in access to early detection (pap-smear exams for breast and cervical cancers might result from racial and socioeconomic inequalities experienced by black women in access to reproductive health care services and programs.O objetivo da pesquisa foi investigar o acesso de mulheres negras e brancas aos exames de detecção precoce de câncer de mama e colo de útero (citopatológico, em duas cidades no Sul do Brasil. Foi realizado um estudo transversal de base populacional realizado com mulheres de 20-60 anos, residentes em São Leopoldo e Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil. As análises foram ajustadas por renda, escolaridade, classe econômica e idade para verificar a associação entre raça/cor e acesso aos exames. Foram entrevistadas 2.030 mulheres, sendo que 16,1% eram negras e 83,9% brancas. A probabilidade das mulheres não realizarem os exames citopatológico e de mama foi significantemente maior nas negras. A desigualdade racial no acesso aos exames de detecção precoce de câncer persistiu após controle para idade e variáveis socioeconômicas. O diferencial na realização dos exames de detecção precoce pode ser um reflexo das desigualdades raciais e socioeconômicas vividas por

  14. Curto-Circuito, Falta de Linha ou na Linha? Redes de Enfrentamento à Violência Contra Mulheres em São Paulo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cecília MacDowell Santos

    2015-05-01

    Full Text Available Este artigo examina as abordagens das/os agentes do Estado sobre violência doméstica e os fatores que condicionam a aplicação da Lei Maria da Penha no que se refere às diretivas para a constituição e expansão de serviços criminais e não criminais a serem integrados em uma “Rede de Enfrentamento à Violência contra Mulheres”. Com base em uma pesquisa de campo realizada na cidade de São Paulo entre 2012 e 2014, o artigo mostra que, além das delegacias da mulher criadas nos anos 1980 e 1990, surgiram, na última década, novos serviços não criminais nas periferias da cidade, contribuindo para a expansão da Rede. No entanto, há várias redes, não apenas uma, as quais ora se cruzam e se alinham numa mesma abordagem sobre violência, ora se acham em conflito, ora funcionam em paralelo. As/os agentes do Estado abraçam diversas abordagens sobre violência doméstica contra mulheres, que variam entre uma perspectiva familista e perspectivas de gênero, feminista e interseccional de gênero, raça e classe social. Esta diversidade ilustra a heterogeneidade da cultura jurídicopolítica do Estado em relação aos direitos das mulheres, um Estado que caracterizo como “bipolar”, regulado, por um lado, pelo regime de gênero/mulher nas políticas para mulheres, e, por outro lado, pelo regime de família na assistência social e na segurança pública. Além do contexto político, três fatores contribuem para a heterogeneidade do Estado: o vínculo institucional dos serviços; o tipo de formação das/os agentes do Estado; a história dos serviços e suas relações com a comunidade local e com os movimentos sociais.

  15. Mulheres em idade fértil: causas de internação em Unidade de Terapia Intensiva e resultados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cátia Millene Dell Agnolo

    2014-08-01

    Full Text Available Introdução: Pacientes obstétricas representam uma fração significativa das admissões em unidades de cuidado intensivo e consistem em um desafio para a equipe. Objetivo: Analisar as principais causas de internação e morte materna de mulheres em idade fértil ocorridas em unidades de terapia intensiva de hospitais de um município do Noroeste do Paraná, Sul do Brasil. Métodos: Estudo exploratório, descritivo, retrospectivo, realizado com mulheres em idade fértil (10 a 49 anos internadas em três unidades de terapia intensiva existentes em um município do Noroeste do Paraná, por causas obstétricas e não obstétricas, no período de janeiro de 2005 a dezembro de 2009. Resultados: Foram encontradas 775 internações de mulheres em idade fértil, com uma média de idade de 33,7±10,3 anos, com duração média de internação de 5,0±8,4 dias. A maior parte das mulheres era do município estudado (67,2%, com baixa escolaridade (nível primário, 68,2%. Entre as causas obstétricas de internação, a pré-eclâmpsia grave e a eclâmpsia se constituíram na principal causa (71,3%; a pielonefrite se destacou sob outras condições no período gestacional (53%. Não foi encontrada associação estatística entre internações por causas obstétricas em unidade de terapia intensiva e óbito. Conclusão: As causas não obstétricas representaram a maioria das internações de mulheres em idade fértil nas unidades de terapia intensiva do município, no período estudado e, entre as causas obstétricas, a pré-eclâmpsia grave e eclampsia constituíram a principal causa.

  16. MARCA EXPORTADA É MELHOR DO QUE UMA APENAS LOCAL?UM ESTUDO EXPLORATÓRIO COM MULHERES EM SÃO PAULO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    VIVIAN STREHLAU

    2007-01-01

    Full Text Available As marcas brasileiras de biquínis gozam de boa imagem na Europa e Estados Unidos, mas pouco se sabe como isso vem afetando a compra dentro do país. A pesquisa procurou identificar os principais fatores que influenciam a escolha das maiores marcas exportadoras de biquíni por mulheres jovens e mais especificamente se existe valor percebido quanto à marca ser exportada. Esse artigo está apoiado em pesquisa exploratória quantitativa baseada em questionários fechados, aplicados junto a 179 mulheres na faixa etária entre 18 e 35 anos, das classes AB, consideradas as maiores consumidoras. Utilizou-se o método de amostragem não probabilístico, com amostra por conveniência. Uma análise de natureza quantitativa com o uso de SPSS permitiu identificar que a marca exportada influencia positivamente a decisão de compra e que os fatores mais relevantes na compra de um biquíni, obtidos através de análise fatorial são: o lado fashion, o mais importante, seguido por design, modelo e conforto.

  17. Emprego, família e actividades comunitárias: uma relação mais equilibrada para mulheres e homens. Portugal

    OpenAIRE

    Guerreiro, Maria das Dores

    2000-01-01

    O documento original está disponível em: http://www.eurofound.europa.eu/pubdocs/2000/120/pt/1/ef00120pt.pdf O presente relatório de pesquisa procura dar conta dos principais resultados do projecto Emprego, família e actividades comunitárias: uma relação mais equilibrada para mulheres e homens, o qual teve por objectivo o estudo dos serviços prestados às famílias. Neste tema incluiram-se preocupações de conhecimento da realidade portuguesa no que respeita ao modo como estes serv...

  18. A representação do feminino: a construção identitária da mulher japonesa moderna

    OpenAIRE

    Mina Isotani

    2016-01-01

    O presente trabalho tem por objetivo fazer um panorama da Representação da figura feminina em quatro obras literárias, que abrangem desde o período Moderno até a atualidade do Japão: As irmãs Makioka, de Junichirô Tanizaki, Minha querida Sputnik, de Haruki Murakami, Kitchen, de Banana Yoshimoto e A mulher na outra margem, de Mitsuyo Kakuta. A construção das personagens e o contexto no qual estão inseridas são escopo para refletirmos sobre as imposições governamentais a que foram expostas e co...

  19. Efeito agudo do alongamento estático no teste de 1 rm relativo em homens e mulheres treinados e saudáveis

    OpenAIRE

    Melo, Bruno Henrique Carneiro de Mendonça

    2012-01-01

    O alongamento realizado antes de um treinamento de força é um assunto ainda muito discutido na literatura, sobre suas reais atribuições, benefícios e malefícios. O objetivo do presente estudo foi verificar, qual é o efeito do alongamento estático realizado antes de um teste de 1 Repetição máxima (RM relativo) em homens e mulheres. Os dados foram coletados na academia Body Factory, localizada em Taguatinga – DF. A amostra foi composta por 20 indivíduos, sendo 10 homens que compõem o G1, e 10 m...

  20. Para que serve a mulher do anúncio? : um estudo sobre representações de gênero nas imagens publicitárias

    OpenAIRE

    Zamboni, Júlia Simões

    2013-01-01

    Esta dissertação analisa as imagens publicitárias que envolvem o corpo e a sexualidade femininos em anúncios de cerveja, lingerie e jeanswear. Foram incluídos também anúncios recepcionados pelo Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar), por denúncia de desrespeito às mulheres. O objetivo é entender as representações de gênero construídas pelo discurso publicitário a partir da ótica do construtivismo de gênero. A análise empreend...

  1. Avaliação do risco-benefício dos bifosfonatos em mulheres com osteoporose da pós-menopausa

    OpenAIRE

    Oliveira, Pedro Miguel Costa Ferreira

    2011-01-01

    Trabalho final de mestrado integrado em Medicina, área cientifica de Ginecologia, apresentado à Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra A osteoporose da pós-menopausa é um problema major de saúde pública que pode afectar cerca de 20 % destas mulheres. A maioria destes casos carece de tratamento farmacológico, e os bifosfonatos são, actualmente, os agentes de primeira linha no tratamento deste distúrbio esquelético. Este trabalho tem por objectivo proceder à avaliação do perfil ...

  2. A mulher professora e a sexualidade: representações e práticas no espaço escolar

    OpenAIRE

    Silva, Sirlene Mota Pinheiro da; Universidade Federal do Maranhão - UFMA

    2014-01-01

    Estudo sobre a sexualidade e sua influência na prática educativa da mulher professora no espaço escolar. Tem como objetivo analisar as representações de professoras sobre a sexualidade e a educação sexual, destacando-se como os mecanismos de controle social e os discursos de verdade influenciam o trabalho por elas desenvolvido no fazer docente. No plano teórico, utilizam-se: Foucault (1985; 1989; 1993; 1999; 2000; 2006), com suas análises sobre as relações de poder, saber e dispositivos de ve...

  3. O dito, o nÃo dito e o bendito: compreendendo o enfrentamento de mulheres familiares de usuÃrios de droga.

    OpenAIRE

    Roberlandia Evangelista Lopes

    2012-01-01

    Este estudo teve como objetivo compreender as estratÃgias de enfrentamentos utilizadas por mulheres que convivem com familiares usuÃrios de droga, no MunicÃpio de Sobral-CE. Com abordagem qualitativa, a pesquisa foi desenvolvida nos espaÃos em que hà cuidados voltados aos familiares de usuÃrios de drogas, dos quais foram: Centro de AtenÃÃo Psicossocial de Ãlcool e drogas (CAPS ad), Centro de referÃncia especializado de AssistÃncia Social (CREAS), Unidade de InternaÃÃo PsiquiÃtrica em Hospital...

  4. Vivências de familiares de mulheres com câncer de mama: uma compreensão fenomenológica

    OpenAIRE

    Ambrósio,Daniela Cristina Mucinhato; Santos,Manoel Antônio dos

    2011-01-01

    Este estudo teve por objetivo compreender a vivência de familiares de mulheres acometidas pelo câncer de mama em relação à possibilidade de morte, considerando-se o estigma de doença fatal que envolve a doença. Participaram sete filhos, quatro maridos, uma nora e um entrevistado na dupla condição de genro e marido. Foram realizadas entrevistas individuais, ancoradas no referencial fenomenológico, seguindo a questão norteadora: "Como foi, para você, ter um familiar com câncer de mama?". Os res...

  5. Prolactina e seus excessos em mulheres não-gestantes - doi: 10.5102/ucs.v3i1.548

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiane Maria Villar Silva

    2008-04-01

    Full Text Available A prolactina é um hormônio produzido pela hipófise, responsável por processos fisiológicos relacionados à reprodução, cuja principal função é a manutenção da lactação. Sua secreção é regulada por mecanismos hormonais e não-hormonais. Existem patologias relacionadas com o excesso de prolactina circulante. São as denominadas hiperprolactinemias e os prolactinomas de causas fisiológicas, farmacológicas, patológicas e idiopáticas. Os níveis de prolactina verificados em 79 mulheres analisadas por um laboratório particular de Brasília mostraram variações características de acordo com diferentes faixas etárias.

  6. Saúde e trabalho de mulheres profissionais de enfermagem em um hospital público de Salvador, Bahia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Estela Maria Leão de Aquino

    1993-12-01

    Full Text Available O trabalho de Enfermagem, desenvolvido essencialmente por mulheres, envolve numerosos fatores de risco para a saude. Apesar disso, no Brasil, os estudos sobre a saude desse grupo ocupacional praticamente inexistem. Este estudo transversal pretendeu diagnosticar as condic;:oes de saude e trabalho de enfermeiras e auxiliares de enfermagem em urn grande hospital publico. Foram realizadas entrevistas e medidas de peso, altura e pressao arterial no proprio local de trabalho, em 497 trabalhadoras. Especialmente nas auxiliares, foram encontradas altas prevahncias de problemas agudos (45%, e cronicos como dores de coluna (71%, varizes (57,5%,hipertensao arterial (24,9%, transtomos menta is (36,7%, obesidade (16%, problemas digestivos (34,5% e respiratorios (31 %. Ambos os grupos apresentam excessivas jornadas de trablho profissional. Contudo, as auxiliares sao duplamente penalizadas pelo acumulo de trabalho domestico, 0 que contribui para suas piores condições de saude.

  7. Saúde e trabalho de mulheres profissionais de enfermagem em um hospital público de Salvador, Bahia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Estela Maria Leão de Aquino

    Full Text Available O trabalho de Enfermagem, desenvolvido essencialmente por mulheres, envolve numerosos fatores de risco para a saude. Apesar disso, no Brasil, os estudos sobre a saude desse grupo ocupacional praticamente inexistem. Este estudo transversal pretendeu diagnosticar as condic;:oes de saude e trabalho de enfermeiras e auxiliares de enfermagem em urn grande hospital publico. Foram realizadas entrevistas e medidas de peso, altura e pressao arterial no proprio local de trabalho, em 497 trabalhadoras. Especialmente nas auxiliares, foram encontradas altas prevahncias de problemas agudos (45%, e cronicos como dores de coluna (71%, varizes (57,5%,hipertensao arterial (24,9%, transtomos menta is (36,7%, obesidade (16%, problemas digestivos (34,5% e respiratorios (31 %. Ambos os grupos apresentam excessivas jornadas de trablho profissional. Contudo, as auxiliares sao duplamente penalizadas pelo acumulo de trabalho domestico, 0 que contribui para suas piores condições de saude.

  8. Por uma criminologia crítica feminista

    OpenAIRE

    Camila Damasceno de Andrade

    2016-01-01

    Este artigo tem o escopo de trazer elementos para a construção de uma criminologia crítica de cunho feminista, motivado pela histórica exclusão das perspectivas de gênero nos mais afamados discursos criminológicos e pela discordância em relação ao pleito feminista por punição. Discorre, primeiramente, sobre a ausência das mulheres nas produções científicas e, em especial, na criminologia. Em seguida, analisa as reflexões provocadas pelo surgimento da criminologia feminista, que, ao mesmo temp...

  9. Validação de equações de predição da taxa metabólica basal em mulheres residentes em Porto Alegre, RS, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wahrlich Vivian

    2001-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Medir a taxa metabólica basal em mulheres de 20 a 40 anos, não-gestantes ou lactantes, e comparar o valor medido com os valores de taxa metabólica basal estimados por equações de predição. MÉTODOS: A taxa metabólica basal foi medida por calorimetria indireta, pela manhã, durante a fase folicular do ciclo menstrual, em 60 voluntárias residentes no município de Porto Alegre, RS, sob condições padronizadas de jejum, repouso e ambiente. RESULTADOS: A média (± desvio-padrão da taxa metabólica basal medida foi 1.185,3±148,6 kcal em 24 horas. A taxa metabólica basal, estimada por equações, foi significativamente maior (7% a 17% do que a taxa metabólica basal medida. CONCLUSÕES: Os dados evidenciaram que as equações de predição não são adequadas para estimar a taxa metabólica basal nas mulheres avaliadas. O emprego dessas equações podem superestimar os requerimentos energéticos para mulheres com características semelhantes.

  10. Validação de equações de predição da taxa metabólica basal em mulheres residentes em Porto Alegre, RS, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vivian Wahrlich

    2001-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Medir a taxa metabólica basal em mulheres de 20 a 40 anos, não-gestantes ou lactantes, e comparar o valor medido com os valores de taxa metabólica basal estimados por equações de predição. MÉTODOS: A taxa metabólica basal foi medida por calorimetria indireta, pela manhã, durante a fase folicular do ciclo menstrual, em 60 voluntárias residentes no município de Porto Alegre, RS, sob condições padronizadas de jejum, repouso e ambiente. RESULTADOS: A média (± desvio-padrão da taxa metabólica basal medida foi 1.185,3±148,6 kcal em 24 horas. A taxa metabólica basal, estimada por equações, foi significativamente maior (7% a 17% do que a taxa metabólica basal medida. CONCLUSÕES: Os dados evidenciaram que as equações de predição não são adequadas para estimar a taxa metabólica basal nas mulheres avaliadas. O emprego dessas equações podem superestimar os requerimentos energéticos para mulheres com características semelhantes.

  11. Risco de infecção pelo HIV: como mulheres moradoras em uma favela se percebem na cadeia de transmissão do vírus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Neide de Souza Praça

    Full Text Available O número de casos notificados de AIDS em mulheres, no Brasil, continua em progressão. Esse fato motivou a realização deste estudo que foi desenvolvido com abordagem qualitativa, tendo como referencial teórico a Antropologia Cultural e o método etnográfico para a coleta e a análise dos dados. Objetivou identificar a percepção de risco de infecção pelo HIV, de mulheres moradoras em uma favela localizada na cidade de São Paulo, Brasil. Constou de entrevistas e de observação participante do contexto. Os resultados mostraram que essas mulheres demonstram conhecimentos sobre AIDS e reconhecem as várias formas de transmissão do HIV, bem como medidas de prevenção pela via sexual. Verificou-se, também, que essas mulheres não se vêem suscetíveis à infecção pelo HIV, por meio de seus parceiros, dependendo deles para se manterem saudáveis, bem com a sua família. Essa maneira de pensar e de agir pode estar contribuindo para a heterossexualização da AIDS no país.

  12. Violência contra a mulher: perfil dos envolvidos em boletins de ocorrência da Lei Maria da Penha = Violence against women: profiles involved in the occurrence of Maria da Penha Law police reports

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Griebler, Charlize Naiana

    2013-01-01

    Full Text Available Este estudo investigou o perfil dos personagens envolvidos nos casos de violência contra a mulher, em ocorrências da Lei Maria da Penha (n = 103, no ano de 2010, registrados numa Delegacia de Polícia Civil no interior do Rio Grande do Sul. Observou-se que o perfil da mulher está associado a mulheres jovens (M = 35,8 anos; DP = 12,7, em que a maioria tem Ensino Fundamental Completo (57,7% e mantém relacionamentos estáveis (57,7%. Em relação aos tipos de violência registrados, a violência psicológica (86,5% e a violência física (44,2% foram as mais prevalentes. Em relação ao perfil do homem, a idade média foi de 38,8 anos (DP = 11,0, sendo que a maioria tem Ensino Fundamental Completo (48,1%. O uso de substância, em especial o álcool, por parte dos homens em situação de agressão, esteve associado em 39,4% dos casos. Os resultados encontrados nesta pesquisa podem fornecer subsídios para uma maior compreensão do perfil dos envolvidos na violência contra a mulher

  13. Opinião de mulheres sobre a legalização do aborto em município de porte médio no Sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    César Juraci A.

    1997-01-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: O aborto provocado é o principal determinante da mortalidade materna no Brasil. Isto tem provocado diversas discussões quanto à possibilidade de legalizá-lo. MATERIAL E MÉTODO: Através de delineamento transversal e de amostragem sistemática por conglomerados foram aplicados questionários individualizados a todas as mulheres com idade entre 15 e 49 anos, residentes no Município de Rio Grande, RS. RESULTADOS: Dentre as 1.456 mulheres entrevistadas, 30% mostraram-se favoráveis à legalização do aborto em qualquer situação; o percentual de mulheres favoráveis esteve diretamente associado à idade, escolaridade, renda familiar e ocorrência prévia de aborto provocado (p<0,01. A análise através de regressão logística mostrou efeito independente da escolaridade e da ocorrência prévia de aborto provocado sobre a opinião favorável à legalização do aborto. CONCLUSÃO: A escolaridade e a indução prévia de aborto induzido foram os principais determinantes da decisão da mulher em ser favorável à legalização do aborto. Esses aspectos devem ser levados em conta ao tratar desta questão.

  14. Opinião de mulheres sobre a legalização do aborto em município de porte médio no Sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juraci A. César

    1997-12-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: O aborto provocado é o principal determinante da mortalidade materna no Brasil. Isto tem provocado diversas discussões quanto à possibilidade de legalizá-lo. MATERIAL E MÉTODO: Através de delineamento transversal e de amostragem sistemática por conglomerados foram aplicados questionários individualizados a todas as mulheres com idade entre 15 e 49 anos, residentes no Município de Rio Grande, RS. RESULTADOS: Dentre as 1.456 mulheres entrevistadas, 30% mostraram-se favoráveis à legalização do aborto em qualquer situação; o percentual de mulheres favoráveis esteve diretamente associado à idade, escolaridade, renda familiar e ocorrência prévia de aborto provocado (p<0,01. A análise através de regressão logística mostrou efeito independente da escolaridade e da ocorrência prévia de aborto provocado sobre a opinião favorável à legalização do aborto. CONCLUSÃO: A escolaridade e a indução prévia de aborto induzido foram os principais determinantes da decisão da mulher em ser favorável à legalização do aborto. Esses aspectos devem ser levados em conta ao tratar desta questão.

  15. Perfil clínico, sociodemográfico e epidemiológico da mulher com câncer de mama Clinical, sociodemographic and epidemiological profile of woman with breast cancer

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gabriela Magalhães

    2017-04-01

    Full Text Available Objetivo: Descrever as principais características clínico-terapêuticas e epidemiológicas, de mulheres diagnosticadas com câncer de mama no Hospital Pérola Byington, entre os anos de 2000 e 2006. Metodologia: Trata-se de um estudo de corte transversal e natureza quantitativa. A coleta de dados foi realizada por meio de um formulário estruturado. Resultados: A maior parte das mulheres eram casadas, brancas, com baixa escolaridade, católicas e do lar. Cerca de 75% tiveram pelo menos uma gravidez, e 33,1% amamentaram. Pouco mais de 30% fizeram reposição hormonal. Eram fumantes 14,7%, e 2,7% ex-fumantes. Os estadiamentos clínicos iniciais de maiores incidências são os II e III, juntos representam 66,5% dos casos. Cerca de 91,3% das mulheres não apresentavam diagnóstico do tumor de mama e nem tratamento anterior a primeira consulta. Conclusão: Conhecer o perfil das mulheres acometidas pelo câncer de mama é imprescindível para o direcionamento de recursos e tomadas de decisão.

  16. Prevalência e fatores sociodemográficos associados à fragilidade em mulheres idosas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcella Costa Souto Duarte

    2013-12-01

    Full Text Available Estudo transversal, que objetivou de estimar a prevalência de fragilidade em mulheres idosas, residentes no município de João Pessoa, Paraíba, Brasil; e identificar possíveis associações entre a fragilidade e as variáveis sociodemográficas. A amostra foi composta por 166 idosas, entrevistadas nos domicílios, entre abril e junho de 2011. Para a coleta dos dados, utilizou-se instrumento estruturado com questões relativas às variáveis sociodemográficas e à Edmonton Frail Scale. A análise descritiva dos dados, realizada pelo programa SPSS 15.0, mostrou que a maioria das idosas (60,8% evidenciava algum grau de fragilidade. Entre elas, 21,7% eram aparentemente vulneráveis, 23,5%, com fragilidade leve, 7,8%, moderada, e 7,8%, e grave. Verificou-se associação do fenômeno com idade, escolaridade e renda, condições sobre as quais os enfermeiros devem atuar com vistas à prevenção do evento.

  17. Três mulheres no nazismo: Reflexões sobre as fontes do comportamento moral

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Claudia Coelho

    2009-07-01

    Full Text Available Este trabalho discute as fontes do comportamento moral. Seu ponto de partida é a crítica feita à sociologia da moral durkheimiana por Zygmunt Bauman, que problematiza os pressupostos da origem social da moral e sua natureza coercitiva. Bauman contrapropõe, com base nas obras de Hannah Arendt e Emmanuel Lévinas, uma concepção de moralidade cujo núcleo é a responsabilidade para com o outro. A discussão é empreendida com base em três filmes que retratam cada qual a trajetória de uma mulher durante o nazismo: Traudl Junge, Sophie Scholl e Leni Riefenstahl. O eixo da análise é o modo como responsabilidade, culpa e consciência se entrelaçam em suas trajetórias. This article discusses the sources of moral behaviour. Its point of departure is Zygmunt Bauman’s criticism of the Durkheimian sociology of morality, challenging the assumptions of the social origin of morality and its coercive nature. Drawing on Hannah Arendt’s and Emmanuel Levinas’ works, Bauman counter-proposes a concept of morality based on responsibility toward each other. The discussion is then developed in relation to three fi lms that portray, each in their own way, the experience of a woman during the Nazi regime: Traudl Junge, Sophie Scholl and Leni Riefenstahl. The analysis is centred on how responsibility, guilt and conscience intertwine in the course of those lives.

  18. As mulheres e os receios vivenciados em suas trajetórias obstétricas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria das Dores do Vale Oba

    1996-12-01

    Full Text Available A assistência ao parto constitui ainda hoje um ponto crítico do atendimento obstétrico, acarretando conseqüências negativas para mulher e criança. O presente estudo procurou buscar a percepção das usuárias numa Unidade Básica de Saúde de Ribeirão Preto, sobre assistência ao parto, através da abordagem qualitativa. Foram entrevistadas 21 gestantes de 14 a 34 anos, em julho de 1995. As manifestações dos receios em decorrência do parto apresentaram-se nas diferentes formas de medo: da morte; do sofrimento do parto; de acontecer algo com o bebê; de não ser bem atendida; do tipo de parto; do hospital, de ser atendida por outro médico com o qual não realizou o pré-natal; de não ter convênio médico; de não saber em qual hospital terá o filho.

  19. A trajetória de vida das mulheres judias, sobreviventes do Holocausto: relatos orais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lilian Ferreira Souza

    2013-03-01

    Full Text Available A partir do registro dos relatos orais sobre o Holocausto, pretendemos analisar testemunhos que expressem as trajetórias das mulheres sobreviventes do nazismo. Como critério, optamos pelas narrativas daquelas que passaram por guetos, campos de concentração e/ ou trabalho forçados. O foco está nas histórias de vida daquelas que escolheram o Brasil como comunidade de destino pressionadas pela política antissemita endossada pelo Terceiro Reich e países colaboracionistas que previam a “Solução Final” para o povo judeu. Assim, os registros dos testemunhos têm como objetivo documentar essas narrativas redimensionadas à luz de documentos pessoais. Para nós – intermediários e interlocutores – esse exercício de reflexão ajudará a (repensar a sociedade que, ainda hoje, convive com novos genocídios.

  20. As mulheres dirigentes do partido dos trabalhadores: perfil e desafios à participação substantiva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tassia Rabelo de Pinho

    2016-07-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/1806-5023.2016v13n1p65 Este artigo trata-se de um estudo de caso sobre os avanços e limites à participação política das mulheres no interior do Partido dos Trabalhadores, primeiro partido da América Latina a adotar cotas de gênero e a aprovar a paridade na composição das suas direções. A coleta de dados consistiu na aplicação de questionários aos integrantes da Direção Nacional do PT, seguida de pesquisa biográfica[1], e na análise das pesquisas de opinião realizadas pela Fundação Perseu Abramo (FPA. Realizamos ainda pesquisa no acervo Sérgio Buarque de Holanda que nos permitiu levantar a composição das direções nacionais do PT ao longo da sua história, e analisar a trajetória da participação feminina. Por fim, trabalhamos com algumas entrevistas abertas e em profundidade com mulheres dirigentes do partido[2]. [1] A pesquisa foi realizada por meio de informações básicas coletadas na Secretaria Geral do PT, e incrementadas a partir de dados do Tribunal Superior Eleitoral, sites dos políticos e páginas no Facebook. [2] Essas entrevistas foram realizadas durante a construção da minha dissertação.

  1. Cultura médica e decisões reprodutivas entre mulheres infectadas pelo vírus da Aids

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Riva Knauth

    2002-08-01

    Full Text Available As gestantes infectadas pelo vírus da Aids defrontam-se com um conjunto de informações, prescrições e práticas que tornam este período particular em relação a outras gestações e experiências. O presente artigo busca evidenciar os fatores que condicionam as escolhas reprodutivas das gestantes HIV+, em especial no que se refere ao tipo de parto e decisão por esterilização feminina adotado, bem como suas implicações. Os dados apresentados resultam de uma pesquisa desenvolvida nas cidades de São Paulo e Porto Alegre, onde foram entrevistadas sessenta mulheres. A condição de soropositividade para o HIV faz com que o parto seja percebido, pelas gestantes, como uma prescrição médica, deixando o desejo em segundo plano. Mas, além deste fator, o tipo de serviço ao qual a gestante encontra-se vinculada aparece como determinante, tanto para a indicação fornecida como para sua concretização ou não. O fato das expectativas relacionadas ao parto serem determinadas por uma prescrição médica, pouco dependente da vontade ou experiências anteriores, faz com que para muitas mulheres esta experiência seja percebida como mais difícil que os partos anteriores ou pior que o esperado.

  2. Cultura médica e decisões reprodutivas entre mulheres infectadas pelo vírus da Aids

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Riva Knauth

    Full Text Available As gestantes infectadas pelo vírus da Aids defrontam-se com um conjunto de informações, prescrições e práticas que tornam este período particular em relação a outras gestações e experiências. O presente artigo busca evidenciar os fatores que condicionam as escolhas reprodutivas das gestantes HIV+, em especial no que se refere ao tipo de parto e decisão por esterilização feminina adotado, bem como suas implicações. Os dados apresentados resultam de uma pesquisa desenvolvida nas cidades de São Paulo e Porto Alegre, onde foram entrevistadas sessenta mulheres. A condição de soropositividade para o HIV faz com que o parto seja percebido, pelas gestantes, como uma prescrição médica, deixando o desejo em segundo plano. Mas, além deste fator, o tipo de serviço ao qual a gestante encontra-se vinculada aparece como determinante, tanto para a indicação fornecida como para sua concretização ou não. O fato das expectativas relacionadas ao parto serem determinadas por uma prescrição médica, pouco dependente da vontade ou experiências anteriores, faz com que para muitas mulheres esta experiência seja percebida como mais difícil que os partos anteriores ou pior que o esperado.

  3. RACISMO CORDIAL DESCONSTRUÍDO:UMA LEITURA PÓS-POSITIVISTA DO PAPEL DA MULHER NEGRA NO BRASIL COLONIAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana do Carmo Figueiredo

    2013-10-01

    Full Text Available RESUMO:Este artigo tem como objetivo fazer uma leitura do papel social do escravo no Brasil regencial, destacando-se os aspectos feministas da luta da mulher negra contra o cativeiro e pela manutenção do núcleo familiar formado na colônia. O fio condutor será o livro Slave Life in Rio de Janeiro 1808 - 1850 (A vida escrava no Rio de Janeiro 1808 – 1850, tese de doutorado da pesquisadora norte-americana Mary Karasch. Ela é apontada por defensores de teorias feministas como aquela que fez o dever de casa de História do Brasil, contrariando o mito propagado por Gilberto Freire de que havia uma relação harmônica entre a casa grande e a senzala, o quepropiciava a possibilidade de ascensão social ao escravo brasileiro.PALAVRAS-CHAVE: construtivismo; feminismo; mulher negra; construção social; relações internacionais.   ABSTRACT: This article aims to make a reading of the social role ofthe slave in Brazil regency period, highlighting the feminist aspects of the black women fight against captivity and for the maintenance of the family unit formed in the colony. The common thread is the book Slave Life in Rio de Janeiro 1808 – 1850, the doctoral thesis by American researcher Mary Karasch. She is pointed by feminist scholars as the one that did the History of Brazil homework, contrary to the myth propagated by Gilberto Freire work that there was a harmonius relationship between the big house and th