WorldWideScience

Sample records for consumo alimentar em

  1. Consumo alimentar e estado nutricional de mulheres em quimioterapia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isabela Borges Ferreira

    2016-07-01

    Full Text Available Resumo O objetivo deste estudo foi analisar o consumo alimentar e o estado nutricional de mulheres com câncer de mama (CM em quimioterapia (QT. A avaliação dietética quantitativa foi realizada de acordo com as Dietary Reference Intakes (DRI e a avaliação qualitativa pelo Índice de Qualidade da Dieta Revisado (IQD-R. Dentre o total de pacientes (n = 20, 60% (n = 12 apresentaram circunferência da cintura igual ou superior a 88 cm. Foi verificado 75% (n = 15 de indivíduos com excesso de peso. A média da ingestão de cálcio, cobre, ferro, fibra alimentar, magnésio, potássio, vitamina A, niacina, vitamina B6 e zinco encontrava-se abaixo da recomendação de ingestão adequada e o consumo de vitamina C, fósforo, manganês, sódio e tiamina encontrava-se acima. Quanto à análise do IQD-R, 80% (n = 16 das pacientes apresentaram uma “dieta que requer modificações”, enquanto que 20% (n = 4 apresentaram uma “dieta saudável”. Observou-se elevado excesso de peso, desequilíbrio na ingestão de micronutrientes e dieta que necessita melhorias. Dessa forma, a criação e a utilização de um protocolo de intervenção nutricional são de grande relevância para melhorar a dieta de pacientes com CM que realizam QT.

  2. Consumo alimentar e estresse em pacientes com síndrome coronariana aguda

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Evelise Helena Fadini Reis Brunori

    2015-10-01

    Full Text Available RESUMOObjetivo:Avaliar se o consumo alimentar de pacientes com síndrome coronariana aguda (SCA segue as recomendações nacionais e internacionais e se existe relação com níveis de estresseMétodo:Estudo transversal com 150 pacientes com SCA que foram entrevistados utilizando-se os Questionários de Frequência Alimentar e Escala de Estresse Percebido-10.Resultados:Consumo diário acima das recomendações: colesterol (92%, fi bras (42,7% e proteínas (68%; consumo abaixo das recomendações: potássio (88% e carboidratos (68,7%; consumo conforme recomendações: sódio (53,3% e lípides (53,3%. A maioria (54% com consumo alimentar inadequado era estressada ou altamente estressada. Houve associação estatisticamente signifi cante entre menor nível de estresse e maior consumo de fibras.Conclusão:Em pacientes com SCA, o consumo alimentar esteve fora do recomendado pelas diretrizes e o menor consumo de fibras ocorre concomitantemente com maior estresse. Esforços educativos podem instrumentalizar os pacientes na adequação do consumo alimentar e no controle do estresse.

  3. Dinomys branickii Peters, 1873 (Rodentia, Dinomyidae: consumo e preferência alimentar em cativeiro.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raymundo Tomaz Santos Neto

    2017-02-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2017v30n1p91 Dinomys branickii é uma espécie vulnerável que sofre pressão de atividades antrópicas como a caça e a destruição do habitat. A criação dessa espécie em cativeiro é uma alternativa viável para a implantação de projetos de conservação e para ampliar o conhecimento dos principais aspectos da sua biologia. O objetivo deste trabalho foi determinar o consumo e a preferência alimentar de um grupo de D. branickii em cativeiro. Para determinar a preferência alimentar foi utilizado o índice de preferência alimentar (P dos alimentos mais consumidos. A quantidade média de alimentos ofertados foi de 6,6 kg dia/grupo, sendo consumidos 4,4 kg dia/grupo (66%, totalizando 11 ± 2,9 alimentos ofertados por dia. O consumo de frutas (71% foi maior que os demais grupos alimentares, seguido do consumo raízes/tubérculos (65,3% e os menos consumidos foram cereais/sementes (39,4% e folhas (38,3%. Os alimentos preferidos foram: Brassica oleracea (P = 1,38, Zea mays (P = 1,25, Ipomoea batatas (P = 1,17, Mangifera indica (P = 1,13, Cucubita moschata (P = 1,10, Talinum esculentum (P = 1,00 e Manihot esculenta (P = 1,00. Os resultados obtidos sugerem que os alimentos com teor elevado de ibras e carboidratos devem ser utilizados na composição da dieta de D. branickii em cativeiro, visando o bem estar e desenvolvimento da espécie.

  4. Consumo alimentar de crianças de 6 a 18 meses em creches

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Spinelli Mônica Glória Neumann

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar o consumo alimentar de crianças entre 6 e 18 meses e avaliar a adequação de nutrientes. MÉTODOS: O estudo foi realizado com 106 crianças em creches do Município de São Paulo. Para verificar o consumo alimentar utilizou-se o método de pesagem direta, durante cinco dias. Para análise dos macro e micronutrientes utilizaram-se as referências Organización Mundial de la Salud 1985 e Dietary Reference Intakes 1997, e para fibras adotou-se a recomendação da American Academy of Pediatrics 1993. RESULTADOS: O estudo revelou oferta insuficiente de energia, ferro, cálcio, vitamina A e fibras. A proteína e a vitamina C excederam as recomendações. CONCLUSÃO: Nos moldes do programa atual, é necessário que a criança receba, no domicílio, uma refeição láctea e outra salgada para complementar principalmente cálcio, energia, ferro e fibras.

  5. Dinomys branickii Peters, 1873 (Rodentia, Dinomyidae): consumo e preferência alimentar em cativeiro.

    OpenAIRE

    Raymundo Tomaz Melo dos Santos Neto; Valber Cleyton Leal da Costa; Áurea Martins Gabriel; Diva Anelie de Araújo Guimarães

    2017-01-01

    http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2017v30n1p91 Dinomys branickii é uma espécie vulnerável que sofre pressão de atividades antrópicas como a caça e a destruição do habitat. A criação dessa espécie em cativeiro é uma alternativa viável para a implantação de projetos de conservação e para ampliar o conhecimento dos principais aspectos da sua biologia. O objetivo deste trabalho foi determinar o consumo e a preferência alimentar de um grupo de D. branickii em cativeiro. Para determinar a pre...

  6. Caracterização antropométrica e consumo alimentar em atletas de remo

    OpenAIRE

    Martins, Margarida; Rocha, Ada

    2010-01-01

    Objectivos: Avaliar a composição corporal e caracterizar o consumo alimentar numa amostra de remadoresportugueses.Material e métodos: Um estudo descritivo transversal foi desenvolvido com a participação de 25 atletasde remo. Para caracterizar o consumo alimentar recorreu-se à aplicação indirecta de um Questionáriosemi-quantitativo de Frequência Alimentar. Para a avaliação da composição corporal foram utilizadosmétodos indirectos: a bioimpedância eléctrica e as pregas cutâneas para medição da ...

  7. Consumo alimentar de vitaminas e minerais em adultos residentes em área metropolitana de São Paulo, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gustavo Velásquez-Meléndez

    1997-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Propôs-se calcular a composição quantitativa e a densidade nutricional de vitaminas e sais minerais da dieta habitual, em relação ao sexo e idade, em população de adultos residentes no Município de Cotia, Estado de São Paulo, SP, Brasil. MATERIAL E MÉTODO: Foi realizado inquérito através do histórico alimentar em população de adultos residentes em área metropolitana de São Paulo, Município de Cotia. A partir de uma subamostra de 548 indivíduos, com idades compreendidas entre 20 e 88 anos. Foi calculado o consumo de nutrientes da dieta habitual. As porções consumidas, obtidas em medidas caseiras, foram convertidas em gramas de alimentos para o cálculo da concentração de nutrientes. RESULTADOS E CONCLUSÕES: a O consumo de tiamina, riboflavina, niacina, cálcio e ferro foi maior em indivíduos do sexo masculino (p < 0,001; b não houve diferenças significativas no consumo de vitamina A e de vitamina C entre os sexos; c a população de idosos apresentou menor consumo de vitaminas e minerais e não houve diferenças associadas à idade com relação ao consumo de vitamina C; d a dieta habitual, dessa população, apresenta-se inadequada e com baixa densidade nutricional em vitamina A e cálcio.

  8. Consumo alimentar de vitaminas e minerais em adultos residentes em área metropolitana de São Paulo, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Velásquez-Meléndez Gustavo

    1997-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Propôs-se calcular a composição quantitativa e a densidade nutricional de vitaminas e sais minerais da dieta habitual, em relação ao sexo e idade, em população de adultos residentes no Município de Cotia, Estado de São Paulo, SP, Brasil. MATERIAL E MÉTODO: Foi realizado inquérito através do histórico alimentar em população de adultos residentes em área metropolitana de São Paulo, Município de Cotia. A partir de uma subamostra de 548 indivíduos, com idades compreendidas entre 20 e 88 anos. Foi calculado o consumo de nutrientes da dieta habitual. As porções consumidas, obtidas em medidas caseiras, foram convertidas em gramas de alimentos para o cálculo da concentração de nutrientes. RESULTADOS E CONCLUSÕES: a O consumo de tiamina, riboflavina, niacina, cálcio e ferro foi maior em indivíduos do sexo masculino (p < 0,001; b não houve diferenças significativas no consumo de vitamina A e de vitamina C entre os sexos; c a população de idosos apresentou menor consumo de vitaminas e minerais e não houve diferenças associadas à idade com relação ao consumo de vitamina C; d a dieta habitual, dessa população, apresenta-se inadequada e com baixa densidade nutricional em vitamina A e cálcio.

  9. Ambiente alimentar e consumo de frutas, legumes e verduras em adultos de Belo Horizonte - MG

    OpenAIRE

    Milene Cristine Pessoa

    2013-01-01

    Fatores ambientais. sociais e individuais influenciam padrões alimentares e podem estar associados à ocorrência de DCNT. O consumo de frutas. legumes e verduras (FLV) está entre os padrões alimentares relacionados à prevenção de doenças crônicas não transmissíveis DCNT. As pessoas com rendimentos mais elevados e maior nível educacional tendem a consumir mais frutas. legumes e verduras (FLV) do que aqueles que são menos abastados e menos escolarizados. Além disso, estudos recentes publicados s...

  10. Avaliação do consumo alimentar em pacientes HIV positivos com lipodistrofia = Evaluation of the food consumption in patients with positive HIV lipodystrophy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cavalcanti, Claudia Daniele Tavares Dutra

    2011-01-01

    Full Text Available Objetivo: Identificar o perfil do consumo alimentar dos pacientes HIV positivos com lipodistrofia. Materiais e Métodos: Estudo transversal, descritivo, realizado no ano de 2010 em pacientes HIV positivos com lipodistrofia em uso de terapia antirretroviral, atendidos em um Hospital de Referência do Norte do Brasil, na cidade de Belém- Pará. Foram coletados dados sóciodemográficos e de consumo alimentar. Para o consumo alimentar utilizou-se o método recordatório de 24hs, aplicado em dois dias úteis da semana e um no final da semana. Resultados: Foram avaliados 39 pacientes. A análise da composição da dieta em relação aos macronutrientes mostrou um consumo adequado em calorias e lipídios, entretanto com níveis elevados de proteínas (>15% e insuficiente de carboidratos (52mg. O colesterol presente na dieta foi excessivo (>200mg em ambos os sexos. Conclusão: A dieta consumida pelos pacientes lipodistróficos apresentou inadequação em relação aos macronutrientes e micronutrientes, portanto havendo necessidade de um acompanhamento nutricional

  11. CONSUMO ALIMENTAR, PERFIL ANTROPOMÉTRICO E CONHECIMENTOS EM NUTRIÇÃO DE CORREDORES DE RUA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa Roriz Ferreira

    2015-12-01

    Full Text Available Introdução A nutrição esportiva e a composição corporal são fatores importantes para o desempenho de atividades esportivas. A corrida de rua se popularizou no mundo, especialmente na última década. Os corredores de rua devem consumir uma dieta nutricionalmente adequada e ter conhecimento sobre nutrição para manter um perfil nutricional adequado. Objetivo Avaliar a adequação dietética, o perfil antropométrico e os conhecimentos em nutrição de corredores de rua. Métodos Os corredores adultos de ambos os gêneros (n = 51 foram entrevistados sobre conhecimentos em nutrição, por meio de um questionário padronizado modificado. A avaliação do consumo alimentar foi feita com a aplicação de dois recordatórios de 24 horas em dias não consecutivos e com a análise da adequação de macronutrientes, micronutrientes e fibra alimentar. A avaliação antropométrica foi realizada por meio do índice de massa corporal e percentual de gordura. Resultados A maioria dos corredores de rua do gênero masculino teve um percentual de gordura adequado e foi constatada magreza para cerca de 30% de homens e mulheres. As inadequações dietéticas de ma-cronutrientes caracterizaram-se por consumo insuficiente de carboidratos (59,6% de indivíduos e ingestão elevada de proteínas (32,7%. Fibra, cálcio, tiamina, riboflavina e niacina foram consumidas abaixo dos níveis recomendados, principalmente entre os homens. O conhecimento em nutrição foi associado à adequação da ingestão de micronutrientes. As mulheres tiveram melhor nível de conhecimento básico em nutrição e maior prevalência de ingestão adequada. Conclusão Apesar dos corredores de rua demonstrarem alto nível de conhecimento básico em nutrição e adequado perfil antropométrico, a maioria teve hábitos alimentares e nutrição inadequados ao desempenho esportivo.

  12. Consumo alimentar de adolescentes matriculados em um colégio particular de Teresina, Piauí, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    CARVALHO Cecilia Maria Resende Gonçalves de

    2001-01-01

    Full Text Available Com o objetivo de estudar o consumo alimentar de adolescentes matriculados em um colégio particular de Teresina, realizou-se estudo transversal através de amostragem sistemática. A freqüência de consumo de alimentos expressa em dias por semana foi obtida mediante questionário administrado individualmente ao aluno. O estado nutricional foi avaliado pelo Índice de Massa Corporal, considerando com sobrepeso valores > ou = P85. Os resultados indicam prevalência elevada de risco para o sobrepeso (19,8% nos 334 adolescentes. Os meninos consumiram com maior freqüência alimentos energéticos (milho, manteiga, pizza, lasanha, sucos industrializados, refrigerantes e construtores (frango, ovos, leguminosas em relação às meninas (p < 0,05. Os adolescentes de 10 a 13 anos consumiram com maior freqüência milho, mel, açúcar, rapadura enquanto aqueles com idade entre 17 e 19 anos consumiram mais arroz, bolos, biscoitos, rosca, balas, goma de mascar, refrigerantes, frutas verde-amarelo.

  13. Dependência para alimentar-se e consumo alimentar em idosos hospitalizados Dependencia para alimentarse y consumo alimentario en ancianos hospitalizados Dependence to feed itself and food consumption in hospitalized elderly

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arethusa Sass

    2012-12-01

    Full Text Available O objetivo do estudo foi verificar a associação entre o consumo alimentar e a dependência para alimentar-se em idosos hospitalizados, os quais foram entrevistados nas primeiras 24hs após internação na clínica médica de um hospital geral. Participaram da pesquisa 75 idosos com idade média de 70,9 anos, sendo 58,7% do sexo masculino e 17,3% com dependência para alimentar-se. Não foi evidenciada associação entre dependência para alimentar-se e o consumo de alimentos energéticos e construtores, mas o foi para o consumo dos alimentos reguladores como o alho e cebola (p=0,00 e o de água (p=0,04. Sugere-se a necessidade de orientação nutricional aos cuidadores, visto que a dependência para alimentar-se se associa ao baixo consumo de água entre idosos.El objetivo del estudio fue verificar la asociación del consumo alimentario y la dependencia para alimentarse en ancianos hospitalizados, los cuales fueron entrevistados en las primeras 24hs después de la internación en la clínica médica de un hospital general. Participaron de la investigación 75 ancianos con edad media de 70,9 años, siendo 58,7% del sexo masculino y 17,3% con dependencia para alimentarse. No fue evidenciado asociación entre dependencia para alimentarse y el consumo de alimentos energéticos y constructores, pero lo fue para el consumo de los alimentos reguladores como el ajo y cebolla (p=0,00 y el de agua (p=0,04. Se sugiere la necesidad de orientación nutricional a los cuidadores, visto que la dependencia para alimentarse se asocia a bajo consumo de agua entre ancianos.The objective of the study was to verify the association of food intake and the dependence to be fed in hospitalized elderly individuals who were interviewed in the first 24 hours after admission to a general hospital. Participated in the research 75 individuals average 70.9 years old, being 58.7% male and 17.3% showing dependence to be fed. There was no evident association between dependence

  14. Consumo alimentar de mulheres sobreviventes de câncer de mama: análise em dois períodos de tempo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Helena Alves de Carvalho Sampaio

    2012-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Comparar o consumo alimentar de dois grupos de mulheres portadoras de câncer de mama atendidas em dois períodos distintos: 1999-2004 e 2005-2009. MÉTODOS: Estudo documental, com abordagem descritiva e comparativa. Foram coletados dados de identificação e de ingestão alimentar nas fichas de 154 pacientes portadoras de câncer de mama atendidas em serviços de referência de Fortaleza (CE: 66 no período de 1999-2004 e 88 no de 2005-2009. Foram considerados como integrantes do hábito os alimentos consumidos pelo menos quinzenalmente por, no mínimo, 50% das pessoas. Calculou-se a prevalência de consumo de alimentos, sendo os padrões dos dois períodos comparados pela aplicação dos testes Quiquadrado ou exato de Fisher, e adotouse p<0,05 como nível de significância. RESULTADOS: Os hábitos alimentares dos dois grupos foram semelhantes, exceto quanto ao maior consumo de leite e de cenoura e menor consumo de manga e caju, além de uma tendência ao aumento no consumo de óleo de soja, observada no grupo atendido mais recentemente. O aumento de leite e de cenoura pode configurar proteção contra a recidiva da doença, mas a redução do consumo das frutas citadas pode significar maior risco: aliás, foram baixas as prevalências de consumo de frutas e hortaliças pelos dois grupos de mulheres. CONCLUSÃO: Os achados apontam para uma lacuna na abordagem educativa das pacientes tanto no passado como na atualidade, o que comprova a necessidade de incentivar maior consumo e variedade de hortaliças e frutas e menor consumo de cereais refinados, gorduras, açúcar e refrigerantes.

  15. Escores de consumo alimentar e níveis lipêmicos em população de São Paulo, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nélida Schmid de Fornés

    2002-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar o padrão de consumo alimentar avaliado por meio de escores de consumo e relacionar esses escores com os níveis de colesterol total e de lipoproteínas de baixa e alta densidades em população da área metropolitana de São Paulo. MÉTODOS: Estudo transversal realizado no município de Cotia, São Paulo, em amostra representativa de 1.045 adultos, foram determinados níveis de lipídeos séricos e a ingestão de alimentos por meio da freqüência de consumo alimentar. Foram utilizados escores de padrão de consumo, estabelecendo um peso para cada categoria de consumo baseado na freqüência anual, obtendo-se, assim, a distribuição quintilar do escore I (alimentos considerados de risco para doenças cardiovasculares e escore II (alimentos protetores. Foram comparados os valores médios das lipoproteínas para cada um dos quintis pela análise de variância, e foram verificadas possíveis relações entre os escores de consumo e as frações de lipídeos séricos, mediante modelos de regressão linear múltipla (stepwise forward. RESULTADOS: Observou-se aumento significativo dos níveis médios de lipídeos, segundo quintis de consumo do escore I para colesterol total e para lipoproteína de baixa densidade-colesterol, e constatou-se um comportamento inverso e significativo dos níveis desses lipídeos séricos em relação ao escore II. O escore I correlacionou-se positivamente e significativamente a esses lipídeos, e o escore II apresentou correlação inversa e significativa com esses constituintes sangüíneos. CONCLUSÕES: Em estudos populacionais, a análise da freqüência de consumo de alimentos por meio de escores pode ser um método de escolha para avaliar qualidade de dieta e de seu potencial efeito nos níveis séricos de colesterol total e de lipoproteínas de baixa densidade.

  16. Escores de consumo alimentar e níveis lipêmicos em população de São Paulo, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fornés Nélida Schmid de

    2002-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar o padrão de consumo alimentar avaliado por meio de escores de consumo e relacionar esses escores com os níveis de colesterol total e de lipoproteínas de baixa e alta densidades em população da área metropolitana de São Paulo. MÉTODOS: Estudo transversal realizado no município de Cotia, São Paulo, em amostra representativa de 1.045 adultos, foram determinados níveis de lipídeos séricos e a ingestão de alimentos por meio da freqüência de consumo alimentar. Foram utilizados escores de padrão de consumo, estabelecendo um peso para cada categoria de consumo baseado na freqüência anual, obtendo-se, assim, a distribuição quintilar do escore I (alimentos considerados de risco para doenças cardiovasculares e escore II (alimentos protetores. Foram comparados os valores médios das lipoproteínas para cada um dos quintis pela análise de variância, e foram verificadas possíveis relações entre os escores de consumo e as frações de lipídeos séricos, mediante modelos de regressão linear múltipla (stepwise forward. RESULTADOS: Observou-se aumento significativo dos níveis médios de lipídeos, segundo quintis de consumo do escore I para colesterol total e para lipoproteína de baixa densidade-colesterol, e constatou-se um comportamento inverso e significativo dos níveis desses lipídeos séricos em relação ao escore II. O escore I correlacionou-se positivamente e significativamente a esses lipídeos, e o escore II apresentou correlação inversa e significativa com esses constituintes sangüíneos. CONCLUSÕES: Em estudos populacionais, a análise da freqüência de consumo de alimentos por meio de escores pode ser um método de escolha para avaliar qualidade de dieta e de seu potencial efeito nos níveis séricos de colesterol total e de lipoproteínas de baixa densidade.

  17. Consumo de suplementos alimentares entre praticantes de atividade física em academias de Santa Cruz do Sul – RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia Andréia Jost

    2014-09-01

    Full Text Available Na busca incessante pela boa forma, os frequentadores de academias têm se submetido ao consumo de suplementos alimentares. Objetivo: descrever a prevalência e identificar os fatores relacionados ao consumo de suplementos alimentares em uma amostra de 80 praticantes de atividade física, de ambos os gêneros, entre 18 e 31 anos, de duas academias de Santa Cruz do Sul – RS, através da aplicação de um questionário. Método: a pesquisa foi de natureza quantitativa, através de um estudo transversal, de delineamento observacional. Resultados: o uso de suplementos foi relatado por 46,3% da amostra (n=37, destes, 64,9% homens e 35,1% mulheres. Os fatores relacionados ao consumo de suplementos foram: escolaridade elevada (p=0,03, maior tempo de prática de atividade física (p=0,02, praticar musculação (p=0,01 e objetivo de ganhar massa muscular (p

  18. Avaliação de um questionário simplificado de freqüência de consumo alimentar como preditor de hipercolesterolemia em adolescentes

    OpenAIRE

    Márcia Henriques Teixeira; Gloria Valeria da Veiga; Rosely Sichieri

    2007-01-01

    OBJETIVO: Avaliar se um questionário simplificado desenvolvido para avaliação de consumo de gordura prediz as concentrações de colesterol total sérico (CTs) obtidas em adolescentes. MÉTODOS: De uma amostra probabilística de 28 turmas da 5ª série ao 3º ano das escolas estaduais de Niterói, RJ, 577 jovens participaram da coleta de sangue (23,7% de não-resposta) e 539 responderam ao questionário de freqüência de consumo alimentar com nove itens. Avaliaram-se a consistência interna do questionári...

  19. Avaliação do consumo alimentar em pacientes HIV positivos com lipodistrofia Evaluation of the food consumption in patients with positive HIV lipodystrophy

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudia Daniele Tavares Dutra

    2011-12-01

    Full Text Available Objetivo: Identificar o perfil do consumo alimentar dos pacientes HIV positivos com lipodistrofia. Materiais e Métodos: Estudo transversal, descritivo, realizado no ano de 2010 em pacientes HIV positivos com lipodistrofia em uso de terapia antirretroviral, atendidos em um Hospital de Referência do Norte do Brasil, na cidade de Belém- Pará. Foram coletados dados sóciodemográficos e de consumo alimentar. Para o consumo alimentar utilizou-se o método recordatório de 24hs, aplicado em dois dias úteis da semana e um no final da semana. Resultados: Foram avaliados 39 pacientes. A análise da composição da dieta em relação aos macronutrientes mostrou um consumo adequado em calorias e lipídios, entretanto com níveis elevados de proteínas (>15% e insuficiente de carboidratos (<50%. O consumo dos micronutrientes foi inadequado em relação às fibras, vitamina A, cálcio e ferro (<20 mg, <915µg, <1.525mg e <20mg, respectivamente. O consumo de vitamina C foi inadequado para os homens (<76mg, entretanto excessivo para as mulheres (>52mg. O colesterol presente na dieta foi excessivo (>200mg em ambos os sexos. Conclusão: A dieta consumida pelos pacientes lipodistróficos apresentou inadequação em relação aos macronutrientes e micronutrientes, portanto havendo necessidade de um acompanhamento nutricional.Objective: To identify the dietary intake profile of HIV positive patients with lipodystrophy. Materials and Methods: This is a cross-sectional, descriptive study, conducted in 2010 with HIV-infected patients with lipodystrophy using antiretroviral therapy. Patients were recruited in a reference Hospital of Northern Brazil, in Belem-Para. We have collected socio-demographic and food intake related data. To evaluate the food consumption, we have used a 24 hour recordatory method, applied in two week days and one day in the weekend. Results: We have evaluated 39 patients. Diet composition analysis in relation to macronutrients showed an

  20. Comportamento alimentar de adolescentes em relação ao consumo de frutas e verduras Adolescent eating behavior regarding fruit and vegetable intakes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Natacha Toral

    2006-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Este estudo avaliou o comportamento alimentar pelo Modelo Transteorético e o estado nutricional de adolescentes de escolas de ensino técnico de São Paulo, quanto a seu consumo habitual de frutas e verduras. MÉTODOS: Investigaram-se o consumo alimentar habitual e a classificação nos estágios de mudança de comportamento, utilizando-se um questionário. Foram aferidos peso e altura para avaliação do estado nutricional pelo Índice de Massa Corporal. Para análise estatística, adotaram-se os testes "t" Student, Qui-Quadrado, Mann-Whitney e HSD-Tukey, com grau de significância de 5%. RESULTADOS: Observou-se baixa prevalência de desvios nutricionais entre os 234 participantes: 3,8% foram classificados como baixo peso e 12,4% apresentavam excesso de peso. Apenas 12,4% e 10,3% consumiam frutas e verduras, respectivamente, conforme o recomendado pela Pirâmide Alimentar. Cerca de um terço da amostra foi classificada tanto em pré-contemplação como em manutenção. Observou-se uma discrepância entre o consumo referido e a percepção alimentar, tendo em vista que 79,7% e 83,7% dos adolescentes acreditavam, erroneamente, que seu consumo de frutas e verduras, respectivamente, era saudável. CONCLUSÃO: O alto percentual de adolescentes em pré-contemplação evidencia a importância do desenvolvimento de estratégias específicas contra a maior resistência desses a modificações dietéticas. A percepção errônea quanto às características de uma dieta saudável e o baixo consumo de frutas e verduras classificam os adolescentes como grupo de risco, exigindo atenção especial para a promoção de hábitos alimentares saudáveis e garantia de qualidade de vida.OBJECTIVE: The purpose of this study was to evaluate the eating behavior using the Transtheoretical Model and the nutritional status of adolescents from technical schools of São Paulo regarding their usual fruit and vegetable intakes. METHODS: A questionnaire was used to

  1. Estudo do consumo alimentar, estilo de vida e risco de osteoporose em idosos acompanhados pelo NAI/UNATI/UERJ

    OpenAIRE

    Renata de Almeida Jorge

    2009-01-01

    O aumento absoluto e relativo da população idosa no Brasil nos últimos 30 anos veio acompanhado de uma transição epidemiológica no quadro de morbimortalidade. Dentre as principais doenças crônicas prevalentes na população idosa destaca-se a osteoporose, que é uma doença progressiva, caracterizada pela baixa massa óssea e deterioração da micro-arquitetura, com conseqüente redução da força óssea e maior risco de fraturas. O presente estudo teve como objetivo o estudo do consumo alimentar, bem c...

  2. Aspectos dos vínculos de sentidos do consumo alimentar em São Paulo: difusão publicitária e megatendências

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eneus Trindade

    Full Text Available Este artigo apresenta os resultados da pesquisa A produção de sentido na recepção da publicidade e nas práticas de consumo de alimentos na cidade de São Paulo. O objetivo do estudo foi analisar os tipos de vínculos de sentidos entre as práticas de recepção publicitária e práticas de consumo de alimentos no contexto da cidade de São Paulo, tanto no âmbito doméstico, a partir de três famílias observadas, quanto da realidade do consumo alimentar em ambientes públicos, tendo como critério comum às duas instâncias em comparação, a produção de sentido que as constituem como tipologias sígnicas desses vínculos, concebida a partir de metodologia interdisciplinar semio-discursiva e antropológica. Os resultados são reveladores de vinculações das mega-tendências junto às marcas e ao sistema publicitário de produtos e serviços de alimentos.

  3. Análise do consumo alimentar em indivíduos com síndrome de Down da região metropolitana de Porto Alegre

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Franciéle Gomes da Silva

    2017-04-01

    Full Text Available A síndrome de Down (SD, também conhecida como trissomia do cromossomo 21 é uma das principais causas de deficiência intelectual da população. Possuem características como protusão lingual, dificuldade de mastigação, diminuição da saliva e constipação, ainda apresentam uma grande prevalência de sobrepeso e obesidade. Objetivos: avaliar o consumo de alimentos industrializados, fontes de gorduras saturadas e trans, através de questionário de frequência alimentar (QFA em pessoas com síndrome de Down. Método: foi realizado um estudo transversal, de caráter qualiquantitativo, com indivíduos portadores de SD, de ambos os sexos, de 0 a 52 anos que frequentam as Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAEs de três cidades da região metropolitana de Porto Alegre. Os dados foram coletados através de um QFA elaborado pelas autoras e respondido pelos responsáveis. As análises foram processadas no programa estatístico SPSS versão 21.0. Resultados: foram entrevistados 33 indivíduos, sendo que 57,6% do total da amostra encontrava-se na faixa etária da primeira infância, dos zero aos 10 anos. O leite integral, sucos industrializados e frios e embutidos foram os alimentos com maior porcentagem de consumo diário. O consumo de refrigerantes foi de 42,4% entre uma e duas vezes por semana e 54,5% consomem carne de gado de três a quatro vezes por semana. Mais de 20% dos participantes relataram o consumo de frituras como frango frito e polenta ou aipim frito e ovo frito de uma a duas vezes na semana. Considerações finais: o consumo dos alimentos estudados é presente nessa população, apesar de poucos apresentarem frequência de consumo diária. Ainda assim os hábitos alimentares devem ser melhorados uma vez que já existe uma propensão para o aumento de peso na síndrome de Down.

  4. Consumo de fibras alimentares em população adulta Dietary fiber consumption in an adult population

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lúcia Leal de Mattos

    2000-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: As fibras alimentares estão entre os principais fatores da alimentação na prevenção de doenças crônicas. Por isso, objetivou-se estimar o consumo médio diário de fibras alimentares totais, insolúveis e solúveis, nas refeições de uma população de área metropolitana. MÉTODOS: Foi estudada uma amostra da população do Município de Cotia, SP, composta por 559 indivíduos com mais de 20 anos. O consumo alimentar foi obtido pelo método de história alimentar - dieta habitual. Foram identificadas as fontes de fibras nas refeições: desjejum, almoço e jantar. Com base na porção média, os alimentos foram classificados quanto ao conteúdo de fibras como: muito alto (7 g ou mais; alto (4,5 g a 6,9 g; moderado (2,4 g a 4,4 g e baixo (OBJECTIVE: The dietary fiber has emerged as a leading dietary factor in the prevention and treatment of chronic diseases. I was estimated the average consumption of total dietary fiber (DF, insoluble fiber (IF and soluble fiber (SF in the meals of both sex adults from the town of Cotia, a metropolitan area in S. Paulo State, Brazil. METHODS: A population sample of Cotia country, S. Paulo (Brazil, consisted of 559 adults older than 20 years old, was studied. Food consumption was assessed by the dietary history habits. The amount of dietary fiber in each meal (breakfast, lunch and diner was estimated by the serving size. The foods were classified according to their fiber content in Very High (7 g or more, High (4.5 to 6.9, Moderate (2.4 to 4.4 and Low (<2.4. RESULTS: The average population's consumption of dietary fiber was of 24 g/day, with an average consumption of insoluble fiber of 17 g/day and soluble of 7 g/day. Among women, the average consumption was 20 g/day and among men 29 g/day (p<0.01. Most of the foods in their diet were classified as having a low content of dietary fiber. Beans were the most important dietary fiber source in the population diet. Lunch and diner were the meal with

  5. Central obesity and dietary intake in HIV/AIDS patients Obesidade abdominal e consumo alimentar em portadores de HIV/Aids

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia Constante Jaime

    2006-08-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To assess the association between dietary intake and central obesity among people living with HIV/AIDS and receiving highly active antiretroviral therapy. METHODS: A cross-sectional study was conducted involving 223 adult individuals in the city of São Paulo city in 2002. The study population was classified according to central obesity, defined as waist-to-hip ratio >0.95 for men and >0.85 for women. The dietary variables studied were energy consumption (in calories and calories/kilo of body weight, macronutrients (in grams and % of energy intake, total fiber (grams and fruit and vegetables intake (grams. The potential confounders examined were sex, skin color, age, schooling, income, body mass index, physical activity, smoking habits, peripheral CD4+ T lymphocyte count and length of protease inhibitor use. The multiple logistic regression model was performed in order to evaluate the association between central obesity and dietary intake. RESULTS: The prevalence of central obesity was 45.7% and it was associated with greater consumption of lipids: for every increase of 10g of lipid intake the odds of central obesity increased 1.28 times. Carbohydrate consumption showed negative association (OR=0.93 with central obesity after adjustment for control variables. CONCLUSIONS: The results suggest that the amount of carbohydrates and lipids in the diet, regardless of total energy intake, may modify the chance of developing central obesity in the studied population. Nutritional interventions may be beneficial for preventing central obesity among HIV/AIDS patients.OBJETIVO: Avaliar a associação entre consumo alimentar e presença de obesidade abdominal em indivíduos infectados pelo HIV/Aids, em uso de terapia antiretroviral de alta potência. MÉTODOS: Trata-se de estudo transversal envolvendo 223 indivíduos adultos, realizado no município de São Paulo, em 2002. A população de estudo foi classificada de acordo com a obesidade

  6. Consumo alimentar de gestantes adolescentes atendidas em serviço de assistência pré-natal Food consumption of pregnant adolescents assited by prenatal service

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Vasconcelos de Azevedo

    2003-09-01

    Full Text Available O presente estudo analisou o consumo alimentar de 99 gestantes adolescentes atendidas no serviço de assistência pré-natal da Maternidade Escola Assis Chateaubriand, na cidade de Fortaleza, Brasil. Os dados foram levantados por meio de entrevistas no próprio serviço e em visitas domiciliares, com a utilização de um instrumento para obtenção de dados socioeconômicos e do inquérito alimentar recordatório de 24 horas para obtenção de dados alimentares. Os resultados mostraram que as dietas estavam desbalanceadas e monótonas: 63,6% delas tinham menos de 90,0% das necessidades energéticas de gestantes e mais da metade estava adequada em seu conteúdo protéico, com excesso de lipídeos e inadequado conteúdo de carboidratos. Alguns micronutrientes, como ferro, cálcio, ácido fólico, zinco e vitamina B1, foram consumidos em quantidades bem abaixo do recomendado. Sugere-se a implementação de ações educativas na área de alimentação e nutrição durante o pré-natal, no sentido de explorar os conhecimentos e práticas alimentares já existentes, auxiliando na escolha de alimentos saudáveis e compatíveis com a situação de vida das gestantes.This study analyzed the food consumption of 99 pregnant adolescents assisted by Assis Chateaubriand Maternity Hospital, located in the city of Fortaleza, state of Ceará, Brazil. The data were collected by interview at the hospital prenatal service and by home visit. The questionnaire contained questions about socieconomic information and included a 24-hour food recall. Results showed unbalanced and monotonous diets. It was demonstrated that 63.6% of the diets were low in calories and more than half of them were normal in proteins, high in lipids and low in carbohydrates. Some micronutrients, such as iron, calcium, folic acid, zinc and vitamin B1, were lower than the recommended values. The authors suggest the implementation of an education program addressed to the prenatal care service

  7. Consumo alimentar de crianças atendidas em ambulatório de nutrição de unidade - doi:10.5020/18061230.2009.p81

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ingrid Rocha Ramalho

    2012-01-01

    Full Text Available Objetivo: Avaliar o padrão alimentar de crianças em seguimento ambulatorial, verificando os tipos de alimentos, o consumo energético e a distribuição de nutrientes. Métodos: Realizou-se um estudo documental, no período de janeiro de 2005 a dezembro 2007, em que foram analisados 75 recordatórios alimentares presentes nos prontuários de crianças com idade entre 2 e 10 anos. As variáveis estudadas foram hábito alimentar, consumo energético, distribuição de macronutrientes, de micronutrientes (cálcio, ferro e as vitaminas A, C, B1, B2 e fibras. Os testes exato de Fisher e Qui-quadrado foram usados para verificar associação entre o consumo alimentar e as variáveis estudadas. Resultados: Os alimentos mais consumidos consistiram de: leite, arroz, feijão, óleo e açúcar, e menor de frutas e verduras. Com relação ao consumo de energia, o estudo revelou que 8 (10,66% crianças ingeriam a quantidade recomendada, sendo que 32 (42,66% consumiam um valor inferior e 35 (46,66%, valor superior ao recomendado para sua idade, sexo e atividade física. Em relação aos carboidratos, proteínas e lipídios, observou-se que 59 (78,7%, 68 (90,7% e 39 (52% crianças encontravam-se de acordo com as respectivas DRI (dietetic references intake. O consumo de alimentos ricos em ferro esteve presente, mas houve pouco consumo de fontes de vitamina C. Conclusão: A avaliação dos recordatórios alimentares revelou uma dieta monótona e pouco diversificada, basicamente láctea, com consumo elevado de açúcares e de gordura e reduzido consumo de frutas e verduras.

  8. Food Consumption and Iron Intake of Pregnant and Reproductive Aged Women Consumo alimentar e ingestión de hierro por mujeres embarazadas y en edad reproductiva Consumo alimentar e ingestão de ferro de gestantes e mulheres em idade reprodutiva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Paula Sayuri Sato

    2010-04-01

    alimentos, suplemento medicamentoso para gestantes y orientación nutricional para las mujeres en general.Comparar a prática alimentar e o consumo de alimentos fontes de ferro, naturais e fortificados, de mulheres em idade reprodutiva, gestantes ou não, constituiu o objetivo desta pesquisa. Estudo transversal, desenvolvido em um centro de saúde do município de São Paulo, envolvendo 61 mulheres, sendo 30 gestantes. Utilizou-se questionário de frequência de consumo alimentar e recordatório de 24h. As principais fontes naturais de ferro foram feijão e folhas verdes. Alimentos fortificados também tiveram participação importante. Houve pequena diferença estatisticamente significativa entre o consumo alimentar das gestantes e não gestantes. Observou-se inadequação do consumo de ferro, folato e cálcio nos dois grupos. As mulheres não gestantes atenderiam a demanda de ferro, considerando-se o adicional recomendado para a fortificação das farinhas, porém, as gestantes não. Há necessidade de estratégias combinadas: fortificação dos alimentos, suplementação medicamentosa para gestantes e orientação nutricional para as mulheres em geral.

  9. Consumo alimentar e gasto energético em adolescentes obesos e eutróficos Food consumption and energy expenditure in obese and non-obese adolescents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Camila Dayrell

    2009-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Comparar, entre adolescentes obesos e eutróficos, variáveis relacionadas ao consumo alimentar e ao gasto energético. MÉTODOS: Estudo transversal com 23 adolescentes recrutados em escolas e centros de recreação de São Paulo (SP, distribuídos em dois grupos: 11 obesos e 12 eutróficos. Foram avaliados: peso corporal, estatura, índice de massa corporal, circunferência da cintura, massa magra e massa gorda (estimados por bioimpedância elétrica, três recordatórios alimentares de 24 horas, estimativa do gasto energético diário a partir de três métodos (recordatórios de atividade física, fórmulas preditivas e calorimetria indireta, gasto energético de repouso e a potência aeróbia. RESULTADOS: O gasto energético diário dos obesos foi maior, porém a ingestão alimentar se assemelhou à dos eutróficos. Não foram encontradas diferenças no gasto energético de repouso entre os grupos, porém a potência aeróbia foi maior nos eutróficos. A dieta de ambos os grupos não foi considerada saudável, mas os obesos apresentaram menor consumo de vários alimentos considerados saudáveis, como hortaliças. Observou-se discrepância na análise do gasto energético diário, quando se adotaram diferentes métodos. CONCLUSÕES: Os adolescentes apresentaram padrão alimentar associado ao risco de obesidade e doenças crônicas. Mais estudos são necessários para identificar melhores métodos para avaliar seu gasto energético. É urgente a busca de estratégias de educação nutricional específicas para esse grupo etário.OBJECTIVE: To compare food consumption and energy expenditure between obese and non-obese adolescents. METHODS: This cross-sectional study comprised 23 adolescents recruited from schools and recreation centers from São Paulo (SP, Brazil, distributed in two groups: 11 obese and 12 non-obese. The following variables were analyzed: body weight, height, body mass index, waist circumference, fat and lean mass

  10. Associação entre consumo alimentar, atividade física, fatores socioeconômicos e percentual de gordura corporal em escolares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gisele Liliam D’Avila

    2016-04-01

    Full Text Available Resumo O objetivo do artigo foi verificar a associação entre consumo alimentar, atividade física, fatores socioeconômicos e percentual de gordura corporal em escolares de 7 a 14 anos de idade. Estudo transversal realizado com amostra probabilística de 2481 escolares matriculados em escolas públicas e privadas de Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. O percentual de gordura corporal foi investigado por meio das dobras cutâneas do tríceps e subescapular. Foram realizadas análises brutas e ajustadas por meio da regressão de Poisson, estimando-se razões de prevalência e intervalos de confiança de 95%. A prevalência do excesso de gordura corporal foi de 23,9%, não apresentando diferença significativa entre sexo (p = 0,359 e idade (p = 0,202. A gordura corporal associou-se a diferentes fatores nos escolares de 11 a 14 anos: consumir menos que 3 refeições ao dia (RP = 1,62; IC: 1,38-1,91 e alimento de risco mais que 3 vezes ao dia (RP = 0,61; IC: 0,47-0,79. Não foi observada diferença significativa com atividade física. A elevada prevalência de excesso de gordura corporal verificada evidencia a necessidade de estímulo à adoção de práticas comportamentais mais saudáveis (em relação à alimentação e à atividade física pelos escolares.

  11. Consumo dos grupos alimentares em crianças usuárias da rede pública de saúde do município de Aracaju, Sergipe Consumo de los grupos alimentares en niños usuarios de la red pública de salud en el municipio de Aracaju, Sergipe (Brasil Consumption of food groups among children attending the public health system of Aracaju, Northeast Brazil, in Sergipe

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elenice de Oliveira S. Filha

    2012-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o consumo dos grupos alimentares em crianças usuárias da rede pública de saúde do município de Aracaju, Sergipe. MÉTODOS: Estudo transversal com crianças de 6 a 35 meses de cinco Unidades Básicas de Saúde. Para a avaliação dietética foi utilizado o recordatório alimentar de 24 horas. Os alimentos e preparações consumidos pelas crianças foram transformados em porções relacionadas aos oito grupos da Pirâmide Alimentar, e suas inadequações foram analisadas de acordo com as recomendações dos guias alimentares brasileiros. Comparou-se o consumo alimentar das faixas etárias de 6 a 11, 12 a 23 e 24 a 35 meses. Para análise das variáveis, os testes estatísticos Kruskal-Wallis e qui-quadrado foram utilizados, considerando nível de significância de 5%. RESULTADOS: Dentre as 359 crianças incluídas, observou-se consumo insuficiente de hortaliças, frutas, leite e derivados, e alto consumo de açúcares e doces. Quando comparado o consumo entre as diferentes faixas etárias, as crianças de 6 a 11 meses apresentaram menor consumo de frutas, carnes e leguminosas, e as de 24 a 35 meses tiveram maiores percentuais de ingestão excessiva de cereais, açúcares e doces, óleos e gorduras. CONCLUSÕES: O consumo alimentar das crianças apresentou inadequações nos grupos alimentares das frutas, hortaliças, leite e derivados, açúcares e doces, além de diferenças significativas no consumo entre as faixas etárias. Nesse contexto, é importante salientar a necessidade da educação alimentar e nutricional, respeitando as especificidades de cada grupo etário, visando a contribuir para a prevenção de problemas nutricionais em médio e longo prazos.OBJETIVO: Evaluar el consumo de los grupos alimentares en niños usuarios de la red pública de salud del municipio de Aracaju, Sergipe. MÉTODOS: Estudio transversal con niños de 6 a 35 meses de cinco Unidades Básicas de Salud. Para la evaluación dietética, se

  12. Assessment of energy and macronutrient intake in young men: a comparison of 4-day food record and 24-hour dietary recall Quantificação do consumo energético e de macronutrientes em homens jovens: uma comparação de 4 dias de registros alimentares e recordatório alimentar de 24 horas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Selma Coelho Liberato

    2009-10-01

    Full Text Available OBJECTIVE: The objective was to assess the quantitative agreement between a 4-day food record and a 24-hour dietary recall in young men. METHODS: Thirty-four healthy men aged 18-25 years had their food intake estimated by 4-day food record within one week following 24-hour dietary recall in a cross-sectional study. Resting metabolic rate was assessed by indirect calorimetry and Energy Expenditure was estimated by physical activity records completed simultaneously with food intake records. The validity of food records was determined by direct comparison of Energy Intake and Energy Expenditure (95% confidence interval for Energy Intake/Energy Expenditure. RESULTS: There were good agreements between the measurements of energy and macronutrient intakes by 24-hour dietary recall and 4-day food record at the group level, but not at the individual level. Compared to energy expenditure, about 20% and 9% of participants underreported their Energy Intake by 4-day food record and 24-hour dietary recall, respectively. Over 30% of underreporters of Energy Intake estimated by 24-hour dietary recall underreported Energy Intake estimated by 4-day food record. CONCLUSION: Both diet methods, 24-hour dietary recall and 4-day food record, may be used to collect data at the group level, but not at the individual level. Both methods, however, appear to underestimate Energy Intake. Underreporting may be subject-specific and appears that is more difficult to retrieve valid dietary data from some people than others.OBJETIVO: Medir a concordância qualitativa entre registros alimentares, obtidos durante 4 dias, e recordatório alimentar de 24 horas em homens jovens. MÉTODOS: Em um estudo com delineamento transversal, o consumo alimentar de 34 homens saudáveis com idades entre 18 e 25 anos foi medido por meio do recordatório alimentar de 24 horas e uma semana depois, por meio de 4 dias de registros alimentares. O gasto energético em repouso foi medido por calorimetria

  13. Consumo alimentar e fatores dieteticos envolvidos no processo saude e doenca de Nikkeis: revisao sistematica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabiana Hitomi Tanabe

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar consumo alimentar e fatores dietéticos envolvidos no processo saúde e doença da população de nikkeis. MÉTODOS: Foi realizada revisão sistemática da literatura, com buscas nas bases de dados do Lilacs, SciELO e PubMed/Medline, referente ao período de 1997 a 2012, de estudos observacionais sobre o consumo alimentar de nikkeis. Inicialmente, foram analisados 137 títulos e resumos, sendo excluídos estudos de intervenção, aqueles que apresentavam somente níveis séricos de vitaminas e metabólitos e estudos que não contemplassem o objetivo da revisão. Desses, foram selecionados 38 estudos avaliados com base no método de Downs & Black (1998, adaptado para estudos observacionais, permanecendo 33 para análise. RESULTADOS: Foram encontrados poucos estudos sobre consumo alimentar de nikkeis fora do Havaí, dos Estados Unidos e do estado de São Paulo (principalmente em Bauru, no Brasil. Houve elevada contribuição dos lipídios no valor calórico total dos nipo-brasileiros, em detrimento dos carboidratos e das proteínas. Nos Estados Unidos, a prevalência de consumo de alimentos de alta densidade energética foi elevada em nipo-americanos. Os nisseis (filhos de imigrantes apresentaram, em média, maior consumo de produtos da dieta japonesa, enquanto os sanseis (netos de imigrantes apresentaram um perfil alimentar mais ocidentalizado. CONCLUSÕES: O consumo alimentar de nikkeis, embora ainda conservando alguns hábitos alimentares de japoneses nativos, revela alta prevalência de consumo de alimentos típicos do padrão ocidental (alimentos processados, ricos em gorduras e sódio e pobres em fibras, que pode estar contribuindo para o aumento de doenças crônicas nessa população.

  14. CONSUMO ALIMENTAR, PERFIL ANTROPOMÉTRICO E CONHECIMENTOS EM NUTRIÇÃO DE CORREDORES DE RUA

    OpenAIRE

    Ferreira, Vanessa Roriz; Bento, Ana Paula Nunes; Silva, Mara Reis

    2015-01-01

    Introdução A nutrição esportiva e a composição corporal são fatores importantes para o desempenho de atividades esportivas. A corrida de rua se popularizou no mundo, especialmente na última década. Os corredores de rua devem consumir uma dieta nutricionalmente adequada e ter conhecimento sobre nutrição para manter um perfil nutricional adequado. Objetivo Avaliar a adequação dietética, o perfil antropométrico e os conhecimentos em nutrição de corredores de rua. Métodos Os corredores adultos ...

  15. Estado nutricional, consumo alimentar e risco cardiovascular: um estudo em universitários Nutritional status, food consumption and cardiovascular risk: a study on university students

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marina de Moraes Vasconcelos Petribú

    2009-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever a proporção de fatores de risco para doenças cardiovasculares, dando ênfase aos fatores nutricionais, em alunos da área de saúde de uma universidade pública do Recife. MÉTODOS: Foram avaliados 250 estudantes por um questionário que abordou aspectos biossociais, dados sobre estilo de vida, história familiar para doenças cardiovasculares, variáveis antropométricas e consumo alimentar, avaliado pelo Recordatório de 24horas. RESULTADOS: Foi encontrada a seguinte freqüência para os fatores de risco analisados: tabagismo (2,8%, sedentarismo (41,7%, excesso de peso (35,5% e 5,3% nos sexos masculino e feminino, respectivamente pOBJECTIVE: This study aimed to describe the proportion of risk factors for cardiovascular diseases, emphasizing nutritional factors, among health students from a public university in Recife, Brazil. METHODS: Two hundred and fifty students were assessed through a questionnaire that addressed biosocial aspects, lifestyle data, family history for cardiovascular diseases, anthropometric variables and food consumption determined by the 24-hour recall. RESULTS: The following rates were found for the assessed risk factors: smoking (2.8%, inactivity (41.7%, overweight (35.5% among men and 5.3% among women, p<0,01, family history of hypertension (35.5%, diabetes (11.3%, obesity (20.2% and death of close relatives before age 50 due to cardiovascular diseases (14.8%. Regarding food consumption, a high percentage of individuals had inappropriate energy intake and a low percentage had inappropriate protein and carbohydrate intakes. Regarding the fat profile of the diet, more than 40.0% of the students consumed more cholesterol than the recommended levels and 17.9% of the men and 44.8% of the women consumed high amounts of saturated fat (p<0.01. The consumption of linoleic acid and monounsaturated and polyunsaturated fatty acids was inadequate in more than 95% of the individuals under study. CONCLUSION: The

  16. Mortalidade por câncer de cólon e reto e consumo alimentar em capitais brasileiras selecionadas Colorectal cancer mortality and diet patterns in selected Brazilian State capitals

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabrícia Junqueira das Neves

    2006-03-01

    Full Text Available As taxas de mortalidade por câncer de cólon e reto mostram uma variação regional no Brasil e a heterogeneidade do padrão alimentar nas suas regiões geográficas poderia possivelmente explicar, pelo menos em parte, essas diferenças. Um estudo ecológico foi realizado com o objetivo de identificar possíveis associações entre padrões de consumo alimentar e taxas de mortalidade padronizadas por idade em capitais brasileiras selecionadas. O padrão de consumo alimentar em cada capital foi caracterizado com base no consumo de grupos de alimentos associados a essa neoplasia na literatura. Os dados de consumo de alimentos foram obtidos no ENDEF (Estudo Nacional de Despesas Familiares. A regressão linear múltipla foi utilizada para analisar as correlações entre as taxas de mortalidade e as variáveis alimentares. Essas taxas mostraram uma correlação positiva com o consumo de calorias, cereais, carnes, ovos/leite e legumes/frutas. Quando ajustado por consumo calórico total, carne e legumes/frutas foram as únicas variáveis que mantiveram uma correlação positiva. O modelo multivariado final com essas variáveis foi capaz de explicar 92% da variação das taxas de mortalidade nas capitais selecionadas. Esses resultados sugerem que diferenças no consumo calórico total e no consumo de carne e legumes/frutas poderiam explicar, parcialmente, os diferentes padrões de distribuição da mortalidade por câncer de cólon e reto no Brasil.Mortality rates for colorectal cancer show regional variations in Brazil, and the heterogeneous dietary profile observed in its geographic regions could possibly explain, at least partially, these different patterns. An ecological study was conducted to identify possible associations between dietary consumption profiles and age-standardized mortality rates for colorectal cancer in selected state capitals. The dietary profile in each capital was characterized on the basis of the consumption of groups of foods

  17. Consumo alimentar de vitaminas e minerais em adultos residentes em área metropolitana de São Paulo, Brasil Vitamin and mineral intake of adults resident in an area of metropolitan S. Paulo, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gustavo Velásquez-Meléndez

    1997-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Propôs-se calcular a composição quantitativa e a densidade nutricional de vitaminas e sais minerais da dieta habitual, em relação ao sexo e idade, em população de adultos residentes no Município de Cotia, Estado de São Paulo, SP, Brasil. MATERIAL E MÉTODO: Foi realizado inquérito através do histórico alimentar em população de adultos residentes em área metropolitana de São Paulo, Município de Cotia. A partir de uma subamostra de 548 indivíduos, com idades compreendidas entre 20 e 88 anos. Foi calculado o consumo de nutrientes da dieta habitual. As porções consumidas, obtidas em medidas caseiras, foram convertidas em gramas de alimentos para o cálculo da concentração de nutrientes. RESULTADOS E CONCLUSÕES: a O consumo de tiamina, riboflavina, niacina, cálcio e ferro foi maior em indivíduos do sexo masculino (p OBJECTIVE: The objective of the study is to quantify mineral and vitamin concentration in habitual diet of adults of between 20 and 88 years of age. A dietary survey was carried out between 1990-1991 as a part of the cross-sectional study: `'Atherosclerotic cardiovascular disease, lipemic disorders, hypertension, obesity and diabetes mellitus in a population of the metropolitan area of S. Paulo, Brazil". MATERIAL AND METHOD: The vitamin and mineral intake was examined in relation to age and sex using dietary intake based on the diet history method. Data were obtained from a sub-sample of 548 individuals. RESULTS AND CONCLUSION: In general, it was observed that the respective intakes of thiamin, riboflavin, niacin, calcium and iron were more concentrated in the men's diet than in that of the women (p < 0.001. There are no statistical differences in the intake of vitamin A and vitamin C by sex. Elderly persons presented a lower intake of vitamins and minerals than did younger people. The intake of vitamin C had no association with age. This cross-sectional study showed that the habitual diet of the

  18. Avaliação de um questionário simplificado de freqüência de consumo alimentar como preditor de hipercolesterolemia em adolescentes Assessment of a short food frequency questionnaire as predictor of hypercholesterolemia in adolescents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Henriques Teixeira

    2007-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar se um questionário simplificado desenvolvido para avaliação de consumo de gordura prediz as concentrações de colesterol total sérico (CTs obtidas em adolescentes. MÉTODOS: De uma amostra probabilística de 28 turmas da 5ª série ao 3º ano das escolas estaduais de Niterói, RJ, 577 jovens participaram da coleta de sangue (23,7% de não-resposta e 539 responderam ao questionário de freqüência de consumo alimentar com nove itens. Avaliaram-se a consistência interna do questionário através do alpha de Cronbach e a concordância entre os teores de CTs e consumo alimentar pelo Kappa ponderado (Kw. RESULTADOS: O valor do Kw foi muito baixo ( 0,66. CONCLUSÃO: Os resultados apontam que o questionário simplificado não foi preditor das concentrações de CTs nos jovens.OBJECTIVE: To evaluate a short questionnaire as predictor of serum cholesterol obtained from a probabilistic sample of adolescents. METHODS: A probabilistic sample of 5th to12th grade students from state public schools in Niteroi, state of Rio de Janeiro, Brazil was drawn based on 28 classes. Five hundred seventy-seven subjects had their blood collected, and 539 answered the simplified questionnaire (23.7% of non-respondents. The questionnaire internal consistence was evaluated through Cronbach’s alpha, and agreement between cholesterol levels and food intake was assessed through weighted Kappa (Kw. RESULTS: Weighted Kappa value was very low ( 0.66. CONCLUSION: The results show that the short questionnaire was not a predictor of cholesterol concentration.

  19. Itens alimentares no consumo alimentar de crianças de 7 a 10 anos Food items in the food intake of children aged seven to ten years

    OpenAIRE

    Patrícia de Fragas Hinnigi; Denise Pimental Bergamaschi

    2012-01-01

    OBJETIVO: Descrever os itens alimentares mais representativos para o consumo total de energia, carboidratos, proteínas e lipídios de crianças de 7 a 10 anos. MÉTODOS: Elaborou-se uma lista com todos os alimentos consumidos com suas respectivas quantidades e quantificou-se a composição da dieta em energia e macronutrientes. A lista foi baseada em informações fornecidas pelo preenchimento de três Diários Alimentares (DA) por 85 escolares de 7 a 10 anos que frequentavam uma escola pública na cid...

  20. Consumo alimentar de população adulta residente em área rural da cidade de Ibatiba (ES, Brasil Consumption to feed of resident adult population in rural area of the city of Ibatiba (ES, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edilaine Oliveira Carvalho

    2011-01-01

    Full Text Available Trata-se de um estudo transversal no qual foi aplicado um questionário de frequência alimentar (QFCA em 150 adultos residentes em área rural da cidade de Ibatiba (ES. O QFCA classificou o consumo alimentar como: habitual (> 4 vezes na semana, não habitual (It is a transverse study where a questionnaire of alimentary frequency was applied (QAF in 150 adults resident of the rural area of the city of Ibatiba (ES, Brazil. QAF classified the alimentary consumption as: habitual (> 4 times in the week, not habitual (<4 times in the week and rarely (1 time a month, with objective of correlating the alimentary consumption with the chronic-degenerative diseases. The results evidenced a habitual consumption of rice, breads, stalk, bean, cow milk, animal fat, margarine, sugar and coffee, and a non habitual consumption of cake, potato, cookies, manioc, sweet potato, chayote, carrot, beet, pumpkin, juice of fruits, banana, orange, guava, mango and tangerine. It can be concluded that the feeding habit presented by the studied population it can come to increase in a medium or long period the prevalence and occurrences of chronic-degenerative diseases as hypertension, diabetes, obesity and coronary diseases. The alimentary consumption of this population needs concern, because when compared with the national patterns, it is observed some inadequacies, and it is known that this picture comes to every day causing damages the public health.

  1. Associação entre consumo alimentar e (insegurança alimentar e nutricional em São José dos Ramos - PB Association between consumption and food (insecurity in food and nutrition of São José dos Ramos - PB

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cleyton Cézar Souto Silva

    2012-05-01

    Full Text Available A prevalência de insegurança alimentar é importante para a avaliação das condições de vida e para o planejamento de políticas públicas de combate à fome. A pesquisa foi realizada com 177 famílias de São José dos Ramos-PB, no ano de 2005, por meio de entrevista. A análise dos dados, por regressão logística e ODDS RATIO, utilizou como variável dependente estar ou não em segurança alimentar, avaliação resultante da aplicação da EBIA; e, como variável independente dicotômica, o consumo de 15 conjuntos de alimentos. O modelo em regressão logística e o odds ratio mostraram associação de leite integral, manteiga, biscoito, bolacha e bolo com a segurança alimentar. Contudo, deve-se levar em consideração o conceito ampliado de Segurança Alimentar e Nutricional, que enfatiza outros fatores relevantes além do consumo alimentar, como a disponibilidade de alimento, que se incorpora às condições de renda e padrão de vida.The prevalence of food insecurity is important for the assessment of the conditions of life and planning of public policies for combating hunger. The survey was conducted with 177 families of São José dos Ramos, in the year 2005, through interview. Data analysis, through logistics regression and ODDS RATIO, used as the dependent variable is in food safety assessment resulting from the application of EBIA, and as a variable dichotomic-independent consumption of 15 sets of food. The regression model Logistics and the odds ration of Association showed whole milk; butter, biscuit, cracker, cake with food safety. However you should take into consideration the expanded concept food and nutritional security that emphasizes other relevant factors beyond the food consumption as food availability, which incorporates income conditions and standard of living.

  2. Modernidade alimentar e consumo de alimentos: contribuições sócio-antropológicas para a pesquisa em nutrição Dietary modernity and food consumption: socio-anthropological contributions to research in nutrition

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Brasil Fonseca

    2011-09-01

    Full Text Available Este trabalho buscou apresentar o que a modernidade alimentar representa para a sociologia e a antropologia, questão que é discutida a partir de revisão bibliográfica. Considera-se inicialmente a presença do tema alimentação nos estudos das ciências sociais, enfocando-se as abordagens relacionadas à modernidade alimentar, especialmente o trabalho de Claude Fischler. Privilegiou-se o registro das questões relacionadas à alimentação e às mudanças no mundo do trabalho, ampliação do comércio, feminização da sociedade e a questão das identidades. Ao compreender o fenômeno alimentar e o seu consumo em uma abordagem mais qualitativa pode-se avançar na construção das ciências nutricionais, privilegiando-se uma abordagem compreensiva sobre o alimento e a alimentação nos dias atuais. Como recomendação os estudos atuais devem se dedicar à investigação do consumo alimentar como um fenômeno social para que se agreguem novos componentes analíticos ao conjunto de resultados com o enfoque biomédico.The scope of this work was to illustrate what dietary modernity represents for sociology and anthropology, which is a subject based on a bibliographic review that is discussed in this article. Initially, the presence of the theme of food and nutrition was assessed in studies in the social sciences, by focusing on the approaches related to dietary modernity, especially as found in the works of Claude Fischler. The main subjects of discussion were related to food and nutrition and changes in the work environment, the expansion of commerce, the feminization of society and the question of identity. By understanding the food phenomenon and consumption thereof using a more qualitative approach, it is possible to make progress in configuring the nutritional sciences, adopting a comprehensive approach to food and nutrition in this day and age. Future studies should be dedicated to investigating food consumption as a social phenomenon in

  3. Hábitos alimentares entre funcionários de banco estatal: padrão de consumo alimentar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fonseca Maria de Jesus Mendes da

    1999-01-01

    Full Text Available Com o objetivo de identificar as condições de saúde dos funcionários de um banco estatal, no Estado do Rio de Janeiro, realizou-se estudo seccional em dois setores do banco, através de amostragem sistemática. Entre as condições de saúde, o perfil dos hábitos alimentares foi investigado mediante questionário de freqüência de consumo de grupos de alimentos, analisado por meio de medida-resumo (escore alimentar. Embora a maior parte da população apresente bons hábitos alimentares, os resultados confirmaram grande diferença entre os sexos: cerca de 60% dos homens apresentaram escores maiores do que a média da população (51,2, comparados a 45% das mulheres. Além disso, foi possível verificar que os homens, principalmente os mais jovens, consomem maior quantidade de alimentos com gordura saturada, sal ou açúcar, quando comparados às mulheres. Os achados indicam que a qualidade da dieta junto a outros hábitos e comportamentos, como tabagismo e sedentarismo, devem fazer parte de programas de promoção da saúde no ambiente de trabalho, visando controlar as doenças cardiovasculares e outros agravos.

  4. Hábitos alimentares entre funcionários de banco estatal: padrão de consumo alimentar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria de Jesus Mendes da Fonseca

    Full Text Available Com o objetivo de identificar as condições de saúde dos funcionários de um banco estatal, no Estado do Rio de Janeiro, realizou-se estudo seccional em dois setores do banco, através de amostragem sistemática. Entre as condições de saúde, o perfil dos hábitos alimentares foi investigado mediante questionário de freqüência de consumo de grupos de alimentos, analisado por meio de medida-resumo (escore alimentar. Embora a maior parte da população apresente bons hábitos alimentares, os resultados confirmaram grande diferença entre os sexos: cerca de 60% dos homens apresentaram escores maiores do que a média da população (51,2, comparados a 45% das mulheres. Além disso, foi possível verificar que os homens, principalmente os mais jovens, consomem maior quantidade de alimentos com gordura saturada, sal ou açúcar, quando comparados às mulheres. Os achados indicam que a qualidade da dieta junto a outros hábitos e comportamentos, como tabagismo e sedentarismo, devem fazer parte de programas de promoção da saúde no ambiente de trabalho, visando controlar as doenças cardiovasculares e outros agravos.

  5. Tempo excessivo diante da televisão e sua influência sobre o consumo alimentar de adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carla Cristina ENES

    2016-06-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo Investigar a associação entre o tempo diante da televisão e o consumo alimentar de adolescentes. Métodos Trata-se de estudo transversal com 815 adolescentes de ambos os sexos, de escolas públicas de Piracicaba, São Paulo. Foram obtidos dados sociodemográficos e antropométricos, bem como sobre o tempo despendido em frente à televisão e o consumo alimentar habitual. Este último foi obtido mediante aplicação do Questionário de Frequência Alimentar, avaliando-se a adequação do consumo (porções/dia de sete grupos alimentares conforme recomendação do Guia Alimentar Brasileiro. O tempo de televisão foi obtido a partir do total de horas diárias dedicadas a assistir à televisão, sendo classificadas duas categorias: 2 horas/dia. Utilizou-se o teste t de Student para avaliar a diferença de médias entre as variáveis contínuas. A relação entre variáveis independentes e tempo de televisão foi testada pela regressão de Poisson. Resultados Os adolescentes que permanecem mais tempo em frente à televisão consumiram mais leite e derivados (p=0,03, açúcares e doces (p=0,01 e refrigerante (p=0,02. Observou-se que o baixo consumo de frutas, assim como o consumo excessivo de doces, açúcares e refrigerantes e a menor idade, estavam associados ao maior tempo de televisão. Na análise multivariável, hábitos alimentares não saudáveis, como a baixa ingestão de frutas (p=0,014 e o consumo elevado de doces e açúcares (p=0,041, permaneceram independentemente associados ao tempo de televisão. Conclusão O tempo excessivo em frente à televisão se associou a hábitos alimentares inadequados. Os adolescentes que permanecem tempo excessivo em frente à televisão devem ser incentivados a adotar uma prática alimentar mais saudável, já que a alimentação inadequada e o sedentarismo, sobretudo em associação, aumentam o risco de doenças crônicas ainda na adolescência.

  6. Consumo alimentar de escolares das redes pública e privada de ensino em São Luís, Maranhão Food consumption of schoolchildren from private and public schools of São Luis, Maranhão, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sueli Ismael Oliveira da Conceição

    2010-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o consumo alimentar de 570 escolares de 9 a 16 anos das redes pública e privada de ensino, em São Luís (MA, matriculados da 4ª à 8ª séries, em 2005. MÉTODOS: Os dados de consumo alimentar foram coletados por meio de Inquérito Alimentar Recordatório de 24 horas. O consumo de energia, macronutrientes, vitamina A, vitamina C, ferro e cálcio foram comparados às Dietary Reference Intakes. Considerou-se o número de vezes em que os alimentos apareceram na dieta e o seu agrupamento foi feito de acordo com a proposta da Pirâmide Alimentar Brasileira. O teste do qui-quadrado foi utilizado na análise estatística. RESULTADOS: O baixo consumo de alimentos embutidos (em torno de 6%, o adequado consumo de carnes e ovos (95,9% e a baixa omissão do desjejum (3,2%, almoço (2,2% e jantar (3,1% foram aspectos favoráveis da dieta. Por outro lado, elevado consumo de biscoitos (52,6%, baixo consumo de frutas (52,6% e hortaliças (34,4%, elevado consumo de açúcares e doces (69,4%, óleos e gorduras (65,6%, além do consumo de refrigerantes (25,8% e sucos industrializados (35,8% ter sido maior do que o consumo de sucos naturais (23,4% foram aspectos negativos da dieta. Observou-se consumo insuficiente de energia em 66,3% dos escolares, de lipídeos em 30,2%, de vitamina A em 28,7%, de vitamina C em 59,2% e cálcio em 98,8%. CONCLUSÃO: Estratégias educativas para assegurar a formação de hábitos alimentares saudáveis devem abranger conteúdos comuns e específicos, refletindo diferenças no consumo alimentar de alunos das escolas públicas e privadas.OBJECTIVE: This study assessed the food consumption of 570 students aged 9-16 years, in grades 4-8 in 2005, from public and private schools of São Luís, Maranhão, Brazil. METHODS: Food consumption was determined by the 24-hour recall. Energy, macronutrient, vitamins A and C, iron and calcium intakes were compared with the Dietary Reference Intakes. The number of times each food

  7. Concentração de hemoglobina e anemia em crianças no Estado de Pernambuco, Brasil: fatores sócio-econômicos e de consumo alimentar associados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Oliveira Maria Alice Araújo

    2006-01-01

    Full Text Available Este estudo teve como objetivo avaliar a associação entre a concentração de hemoglobina e prevalência de anemia com variáveis sócio-econômicas e de consumo alimentar. O estudo seccional, realizado em Pernambuco, Brasil, no ano 1997, utilizou a amostragem em três estágios. A amostra compreendeu 746 crianças de 6-59 meses, nas quais foram realizados dosagem de hemoglobina e inquérito dietético recordatório de 24 horas. A prevalência de anemia foi de 40,6%, sendo maior no Interior Rural e diminuindo com o aumento da idade, da renda e da escolaridade materna. A maioria das crianças (88,9% consumia leite de vaca. A anemia apresentou tendência de aumento com a elevação da proporção de calorias do leite e de redução com o aumento da densidade de ferro (total, heme e não-heme. A idade da criança, a área geográfica, a renda familiar per capita, a escolaridade materna, a densidade de ferro e a proporção de calorias do leite de vaca na dieta são fatores determinantes da anemia no grupo estudado.

  8. Consumo alimentar e ecologia de populações ribeirinhas em dois ecossistemas amazônicos: um estudo comparativo Food intake and ecology of riverine populations in two Amazonian ecosystems: a comparative analysis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rui Sérgio Sereni Murrieta

    2008-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Este artigo analisa e compara os dados de consumo alimentar de duas populações ribeirinhas da Amazônia vivendo em ecossistemas contrastantes de floresta tropical: a várzea estacional e a floresta de terra firme. MÉTODOS: Foi estudado o consumo alimentar de 11 unidades domésticas na várzea (Ilha de Ituqui, Município de Santarém e 17 na terra firme (Floresta Nacional de Caxiuanã, Municípios de Melgaço e Portel. O método utilizado foi o recordatório de 24 horas. As análises estatísticas foram executadas com o auxílio do programa Statistical Package for Social Sciences 12.0. RESULTADOS: Em ambos os ecossistemas, os resultados confirmam a centralidade do pescado e da mandioca na dieta local. Porém, a contribuição de outros itens alimentares secundários, tais como o açaí (em Caxiuanã e o leite in natura (em Ituqui, também foi significante. Além disso, o açúcar revelou ser uma fonte de energia confiável para enfrentar as flutuações sazonais dos recursos naturais. Parece haver ainda uma maior contribuição energética dos peixes para a dieta de Ituqui, provavelmente em função da maior produtividade dos rios e lagos da várzea em relação à terra firme. Por fim, Ituqui revelou uma maior dependência de itens alimentares comprados, enquanto Caxiuanã mostrou estar ainda bastante vinculada à agricultura e às redes locais de troca. CONCLUSÃO: Além dos resultados confirmarem a importância do pescado e da mandioca, também mostraram que produtos industrializados, como o açúcar, têm um papel importante nas dietas, podendo apontar para tendências no consumo alimentar relacionadas com a atual transição nutricional e com a erosão, em diferentes níveis, dos sistemas de subsistência locais.OBJECTIVE: This article analyses and compares data on household food intake of two Amazonian riverine populations settled in different rain forest ecosystems: terra firme (land not subject to annual flooding forest and

  9. Consumo alimentar de crianças menores de três anos residentes em área de alta prevalência de insegurança alimentar domiciliar Food intake among children under three years of age in an area with high food insecurity

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marina Maria Leite Antunes

    2010-08-01

    Full Text Available O objetivo deste artigo foi descrever a associação entre insegurança alimentar e consumo alimentar de crianças no Município de Duque de Caxias, Rio de Janeiro, Brasil. Trata-se de estudo transversal de base populacional, com amostra probabilística de domicílios; com 402 famílias compostas por crianças de 6 e 30 meses de idade. Insegurança alimentar foi avaliada com base na Escala Brasileira de Insegurança Alimentar (EBIA e o consumo alimentar das crianças foi estimado por dois recordatórios de 24 horas. Comparou-se o consumo dos grupos de alimentos, de energia e de nutrientes entre as categorias de insegurança alimentar. O consumo de doces e de gorduras foi elevado, independentemente do grau de insegurança alimentar, e o consumo de café foi significativamente maior entre crianças com insegurança alimentar. No modelo de regressão linear ajustado por energia, o consumo de proteínas associou-se de forma inversa com a EBIA (p = 0,005. Os resultados encontrados sugerem que a insegurança alimentar das famílias compromete a qualidade da dieta infantil, reduzindo o consumo de alimentos protéicos, aumentando o consumo de café e de alimentos de alta densidade energética.This study focused on the association between food insecurity and children's dietary intake in a representative sample of children in an area with high food insecurity in Duque de Caxias, Rio de Janeiro State, Brazil. This was a cross-sectional, population-based study with a probabilistic cluster sample of 402 families with children ranging from six to 30 months of age. Food insecurity was assessed based on the Brazilian Food Insecurity Scale (EBIA, and children's dietary intake was evaluated with two 24-hour recalls. Intake levels for food groups, energy, and nutrients were compared according to food insecurity status. Intake of sugar/sweets and fat was high, regardless of food insecurity status, and coffee intake was significantly higher among children with food

  10. Associação entre diagnóstico de síndrome de ovários policísticos, estado nutricional e consumo alimentar em mulheres em idade fértil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabiula Aparecida Brugge

    2017-03-01

    Full Text Available O objetivo do estudo foi comparar parâmetros da síndrome pré-menstrual (SPM de mulheres em idade fértil com e sem diagnóstico de SOP. Estudo transversal realizado por meio de um questionário contendo informações sociodemográficas, sintomas relacionados à SPM, dados antropométricos, de consumo alimentar e do diagnóstico clínico dicotomizado de SOP. Os resultados foram tabulados no Microsoft Excel® no programa estatístico SPSS 20.0. A pesquisa contou com a participação de 42 universitárias, selecionadas aleatoriamente, com idade média observada de 25,29 ± 6,56 anos. De acordo com o Índice de Massa Corporal 71,4% (n=30 estavam eutróficas. Quanto a presença de diagnóstico de SOP 50% (9n=21 apresentavam a síndrome e 71,4% (n=30 destas relataram utilizar contraceptivo oral. Observa-se no estudo, significância estatística (p<0,05 entre a insatisfação da imagem corporal das universitárias com e sem SOP, sendo esta insatisfação maior entre as que não possuem SOP. Durante o período menstrual observou-se maior consumo de cereais (95,5%, gorduras (71,4% e chocolates (52,4% pelas participantes que apresentam a SOP e de cereais (90,5%, hortaliças (66,7% e gorduras (61,9% consumidos pelas universitárias sem SOP. Nota-se relação positiva na presença de sintomas comuns na SOP que produz depressão, instabilidade emocional, dificuldade de concentração, dores de cabeça, edema e aumento de sono. Além de um maior consumo de alimentos mais calóricos especialmente o chocolate. ABSTRACT Association between polycystic ovary syndrome diagnosis, nutritional status and food consumption in fertile age women The aim of the study was to compare parameters of premenstrual syndrome (PMS in women of childbearing age with and without a diagnosis of PCOS. Cross-sectional study using a questionnaire containing demographic information, symptoms related to PMS, anthropometric data, food consumption and dichotomized clinical diagnosis of

  11. Validação de fotografias de alimentos para estimativa do consumo alimentar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rávila Graziany Machado de SOUZA

    2016-06-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo Validar fotografias de um guia fotográfico de alimentos para estimativa do consumo alimentar. Métodos As fotografias de 12 alimentos (bolo simples, macarrão ao sugo, mamão formosa, melancia, repolho roxo ralado, quiabo refogado, churrasco em tiras, filé de frango grelhado, pudim de leite condensado, pizza, amendoim cru e queijo tipo minas, retratadas em três tamanhos de porções (pequena, média e grande, foram avaliadas por 90 indivíduos adultos. Foram também investigados o peso, a estatura e o sexo dos participantes. Para análise de concordância entre o tamanho da porção do alimento retratado nas fotos e o tamanho real do alimento, utilizou-se o teste Kappa. Os dados foram analisados no software Stata, considerando-se p 0,05. Conclusão As 12 fotografias apresentaram uma boa concordância com as porções dos alimentos e podem ser um instrumento útil para aumentar a acurácia dos relatos do consumo alimentar.

  12. Escores de consumo alimentar e níveis lipêmicos em população de São Paulo, Brasil Food consumption scores and serum lipids levels in the population of São Paulo, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nélida Schmid de Fornés

    2002-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar o padrão de consumo alimentar avaliado por meio de escores de consumo e relacionar esses escores com os níveis de colesterol total e de lipoproteínas de baixa e alta densidades em população da área metropolitana de São Paulo. MÉTODOS: Estudo transversal realizado no município de Cotia, São Paulo, em amostra representativa de 1.045 adultos, foram determinados níveis de lipídeos séricos e a ingestão de alimentos por meio da freqüência de consumo alimentar. Foram utilizados escores de padrão de consumo, estabelecendo um peso para cada categoria de consumo baseado na freqüência anual, obtendo-se, assim, a distribuição quintilar do escore I (alimentos considerados de risco para doenças cardiovasculares e escore II (alimentos protetores. Foram comparados os valores médios das lipoproteínas para cada um dos quintis pela análise de variância, e foram verificadas possíveis relações entre os escores de consumo e as frações de lipídeos séricos, mediante modelos de regressão linear múltipla (stepwise forward. RESULTADOS: Observou-se aumento significativo dos níveis médios de lipídeos, segundo quintis de consumo do escore I para colesterol total e para lipoproteína de baixa densidade-colesterol, e constatou-se um comportamento inverso e significativo dos níveis desses lipídeos séricos em relação ao escore II. O escore I correlacionou-se positivamente e significativamente a esses lipídeos, e o escore II apresentou correlação inversa e significativa com esses constituintes sangüíneos. CONCLUSÕES: Em estudos populacionais, a análise da freqüência de consumo de alimentos por meio de escores pode ser um método de escolha para avaliar qualidade de dieta e de seu potencial efeito nos níveis séricos de colesterol total e de lipoproteínas de baixa densidade.OBJECTIVE: To study food patterns assessed using scores of consumption and their relationship with serum total cholesterol (TOTAL-C, low

  13. O consumo alimentar de gestantes adolescentes no Município do Rio de Janeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Barros Denise Cavalcante de

    2004-01-01

    Full Text Available O crescimento da gravidez na adolescência é visto com preocupação pela área de saúde pública. O consumo de alimentos que atendam a alta demanda de nutrientes durante a gestação tem sido identificado como um componente relevante. O objetivo do estudo foi conhecer o consumo habitual dos alimentos e de energia e nutrientes entre gestantes adolescentes. Foram entrevistadas 1.180 mães adolescentes em maternidades do Município de Rio de Janeiro e aplicado um Questionário de Freqüência de Consumo Alimentar semiquantitativo simplificado. Os alimentos referidos por pelo menos 50% delas foram arroz, açúcar, manteiga, pão, feijão, leite, refrigerante, sucos, legumes e laranja. Observa-se um menor consumo de sucos, legumes e frutas entre as menores de 15 anos. No primeiro quartil de consumo, a ingestão mínima recomendada de energia, ferro, folato, vitamina C e cálcio não foi alcançada. Encontrou-se uma associação inversa entre o número de pessoas no domicílio e o consumo de energia e nutrientes. O relato de informação sobre alimentação no pré-natal e a informação de mudança de alimentação durante a gravidez esteve associado a um melhor consumo de energia e nutrientes. A atenção pré-natal mostrou-se como um cuidado fundamental para melhores resultados na gestação.

  14. Prevalência de consumo alimentar entre hipertensos e diabéticos na cidade de Nova Boa Vista, Rio Grande do Sul, Brasil, 2013

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kelli Destri

    Full Text Available Resumo OBJETIVO: descrever o consumo alimentar em uma população de hipertensos e diabéticos de uma cidade do sul do Brasil. MÉTODOS: estudo transversal descritivo, realizado na cidade de Nova Boa Vista-RS, Brasil, entre junho e setembro de 2013; dados sobre consumo alimentar foram coletados utilizando-se o questionário do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (SISVAN, a adequação foi baseada no Guia Alimentar para a População Brasileira de 2008. RESULTADOS: foram incluídos 422 participantes (≥18 anos de idade; os alimentos que tiveram maior frequência de consumo recomendada foram salada crua (60,7%, frutas (73,0%, lácteos (61,4%, frituras (57,3%, salgados (66,4% e refrigerantes (76,3%; embutidos e doces foram os alimentos que tiveram maior frequência de consumo não recomendado, 34,8% e 23,9% respectivamente; a prevalência de consumo semanal recomendado de frutas foi 19% maior entre mulheres (p=0,004. CONCLUSÃO: o consumo alimentar na população do estudo parece estar de acordo com as frequências recomendadas, especialmente entre mulheres.

  15. Consumo alimentar de Chrysoperla externa sobre as diferentes fases de desenvolvimento de Dysmicoccus brevipes, em laboratório Food consumption of Chrysoperla externa in different developmental phases of Dysmicoccus brevipes, under laboratory conditions

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rita de Cássia Rodrigues Gonçalves-Gervásio

    2001-02-01

    Full Text Available Estudou-se o consumo e preferência alimentar de larvas de Chrysoperla externa Hagen, 1861 (Neuroptera: Chrysopidae em laboratório à temperatura de 25±2°C, 70±10% UR e 12 horas de fotofase, utilizando como presa a cochonilha-do-abacaxi (Dysmicoccus brevipes Cockerell, 1893, Hemiptera: Pseudococcidae. Durante a fase larval do predador foram consumidas, em média, 70, 50 e 15,8 cochonilhas do primeiro, segundo e terceiro ínstar, respectivamente, e 10 fêmeas adultas, num total de 145,8 indivíduos. Do número total de cochonilhas, 51% foram consumidos durante o terceiro ínstar do predador. O alto número de cochonilhas consumido demonstra que a C. externa apresenta potencial para ser utilizada no controle biológico da cochonilha D. brevipes.The food consumption and preference of larvae of Chrysoperla externa Hagen, 1861 (Neuroptera: Chrysopidae larval were studied in laboratory under 25±2°C, 70±10% RH and 12 hours photophase, utilizing the pineapple mealybug (Dysmicoccus brevipes Cockerell, 1893, Hemiptera: Pseudococcidae as a prey. The results showed that the predator's larval phases consumed on average of 70, 50 and 15,8 mealybugs of the first, second and third instar, respectively, and 10 adult females amounting to 145,8 individuals. It was noticed that 51% of the total number of mealybugs were consumed during the predator third instar. The high number of mealybugs consumed shows that C. externa presents a potential to be utilized in biological control of the mealybug D. brevipes.

  16. Itens alimentares no consumo alimentar de crianças de 7 a 10 anos Food items in the food intake of children aged seven to ten years

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia de Fragas Hinnigi

    2012-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever os itens alimentares mais representativos para o consumo total de energia, carboidratos, proteínas e lipídios de crianças de 7 a 10 anos. MÉTODOS: Elaborou-se uma lista com todos os alimentos consumidos com suas respectivas quantidades e quantificou-se a composição da dieta em energia e macronutrientes. A lista foi baseada em informações fornecidas pelo preenchimento de três Diários Alimentares (DA por 85 escolares de 7 a 10 anos que frequentavam uma escola pública na cidade de São Paulo. Obteve-se o agrupamento dos alimentos em 129 itens, calculou-se o percentual de contribuição de cada item no consumo alimentar dos nutrientes e identificaram-se aqueles que contribuíram com até 95% da ingestão total de calorias e dos nutrientes selecionados. RESULTADOS: Os itens "Arroz branco, arroz à grega, arroz com legumes" e "Feijão marrom, preto, branco, lentilha" contribuíram de forma importante para o consumo de energia e carboidratos. O item "Leite integral fluido, leite integral em pó" foi representativo para o consumo de lipídios, além de proteínas e energia. Ressalta-se a importância no consumo em energia e carboidratos das bebidas doces (refrigerantes e sucos industrializados na dieta deste grupo populacional. CONCLUSÕES: É evidente a participação do arroz no consumo alimentar total de energia e carboidratos; do feijão em energia, carboidratos e proteínas; do leite em energia, proteínas e lipídios; carnes em energia, proteínas e lipídios; e pão em energia e carboidratos. Merece destaque a participação das bebidas doces no consumo total de energia e carboidratos e das guloseimas no consumo total de lipídios.OBJECTIVE: To describe the most representative food items regarding the total intake of energy, carbohydrates, proteins and lipids in children with ages between 7 and 10 years. METHODS: A list was prepared with all food intake and quantities, and the diet composition in relation to energy

  17. O recordatório de 24 horas como instrumento na avaliação do consumo alimentar de cálcio, fósforo e vitamina D em crianças e adolescentes de baixa estatura

    OpenAIRE

    Bueno,Aline Lopes; Czepielewski,Mauro Antônio

    2010-01-01

    OBJETIVO: Verificar em que medida o Recordatório Alimentar de 24 horas como instrumento de avaliação do consumo alimentar contribui para a avaliação de parâmetros biológicos envolvidos no metabolismo de cálcio, fósforo e vitamina D em crianças e adolescentes de baixa estatura. MÉTODOS: Foram avaliados 59 crianças e adolescentes com baixa estatura do Ambulatório de Baixa Estatura do Serviço de Endocrinologia do Hospital das Clínicas de Porto Alegre. Causas orgânicas, genéticas e endócrinas de ...

  18. O recordatório de 24 horas como instrumento na avaliação do consumo alimentar de cálcio, fósforo e vitamina D em crianças e adolescentes de baixa estatura The 24-hour recall for the assessment of dietary calcium, phosphorus and vitamin D intakes in stunted children and adolescents

    OpenAIRE

    Aline Lopes Bueno; Mauro Antônio Czepielewski

    2010-01-01

    OBJETIVO: Verificar em que medida o Recordatório Alimentar de 24 horas como instrumento de avaliação do consumo alimentar contribui para a avaliação de parâmetros biológicos envolvidos no metabolismo de cálcio, fósforo e vitamina D em crianças e adolescentes de baixa estatura. MÉTODOS: Foram avaliados 59 crianças e adolescentes com baixa estatura do Ambulatório de Baixa Estatura do Serviço de Endocrinologia do Hospital das Clínicas de Porto Alegre. Causas orgânicas, genéticas e endócrinas de ...

  19. Consumo alimentar e controle metabólico em crianças e adolescentes portadores de diabetes melito tipo 1 Food consumption and metabolic control in children and adolescents with type 1 diabetes mellitus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sheylle Almeida S Teles

    2011-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a relação entre consumo alimentar e controle metabólico em crianças e adolescentes com diabetes melito tipo 1 (DM1. MÉTODOS: Estudo transversal com 11 crianças e 39 adolescentes com DM1. Coletaram-se dados alimentares (hábitos, três recordatórios de 24 horas - R24h, terapêuticos (insulinoterapia, bioquímicos (índice da hemoglobina glicada - inHbA, glicemias casuais - GLC, pós-prandiais - GLPP e perfil lipídico. Utilizou-se o teste t de Student e a correlação de Pearson, sendo significante pOBJECTIVE: To evaluate the relationship between dietary intake and metabolic control in children and adolescents with type 1 diabetes mellitus (DM1. METHODS: Cross-sectional study with 11 children and 39 adolescents with DM1. The following variabes were collected: meals data (habits, three 24-hour recall - R24h, therapeutic (insulin and biochemical data (index of glycated hemoglobin - inHbA, casual glucose - GLC, post-prandial glucose - GLPP, and lipid profile. Student's t-test and Pearson correlation were applied, being significant p<0.05. RESULTS: Among the studied subjects, consumption of food out of time was identified in 64% and consumption of sugary products in 6%. The parameters included in the lipid profile were adequate in 88% for serum total cholesterol (sCT, in 92% for LDL, in 100% of children and 69% of adolescents for TG and in 82% of children and 84.6% of adolescents for HDL. InHbA was adequate in 64% and GLPP in 18% of the studied population. There was a negative correlation between sCT and carbohydrate intake (r=-0.324; p=0.022 and a positive correlation with lipids intake (r=0.315; p=0.026. CONCLUSIONS: The increased consumption of lipids and the lower carbohydrate intake are correlated with higher levels of sCT.

  20. Avaliação da composição corporal e do consumo alimentar de nadadores adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Veroneze de Mello

    2015-10-01

    Full Text Available RESUMOIntrodução:A composição corporal e a alimentação de nadadores têm influência direta em seu desem-penho esportivo. Objetivo: Avaliar a composição corporal e o consumo alimentar de nadadores adolescentes.Métodos:Estudo transversal realizado com 15 nadadores adolescentes, de ambos os sexos, de um clube de São Paulo, Brasil. Aplicou-se um questionário de identificação e houve aferição de peso, estatura, circunferências corporais e dobras cutâneas. Para a avaliação do consumo alimentar foi aplicado um recordatório de 24 horas.Resultados:A maioria dos atletas apresentou percentual de gordura corporal adequado. Houve ingestão de suplementos alimentares por todos os nadadores. Observou-se elevado consumo de proteínas e baixa ingestão de carboidratos. As maiores prevalências de inadequação de micronutrientes foram para vitamina B9, iodo e cálcio.Conclusão:Os resultados sugerem a necessidade de intervenção nutricional nesse grupo de atletas.

  1. Associação entre comportamento alimentar, consumo de cigarro, drogas e episódios depressivos em adolescentes Association between eating behavior and smoking, use of illicit drugs and depressive episodes in adolescents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliany Piazzon Gomes

    2010-10-01

    Full Text Available Objetivo Identificar a prevalência de sintomas de transtornos alimentares em estudantes do sexo feminino matriculadas no ensino fundamental da rede estadual do município de Toledo (PR, bem como relacionar esses sintomas com o hábito de fumar, o uso de drogas e episódios depressivos. Métodos Foram utilizados os instrumentos Teste de Investigação Bulímica de Edimburgo, com escala de sintoma e gravidade, e o Eating Attitudes Test-26, acrescido de perguntas sobre tabagismo, uso de drogas e episódios depressivos. A amostra constituiu-se de cerca de 300 estudantes do sexo feminino, na faixa etária entre 10 e 15 anos. Resultados Os resultados demonstraram que as estudantes apresentaram prevalências de sintomas de transtornos alimentares na ordem de 4,2% para a escala Teste de Investigação Bulímica de Edimburgo e 3,6% para o Eating Attitudes Test-26. A prevalência de consumo de cigarro foi de 4,2%, do uso de drogas, 4,9% e de episódios depressivos, 10,7%. Observaram-se associações significativas entre episódios depressivos e os seguintes parâmetros: Teste de Investigação Bulímica de Edimburgo - escala de sintomas (p=0,04 e Teste de Investigação Bulímica de Edimburgo - escala de gravidade (p=0,02. Os hábitos de fumar (p=0,01 e de usar drogas (p=0,04 também apresentaram associação com Teste de Investigação Bulímica de Edimburgo - escala de sintomas. Conclusão Verificou-se nas estudantes deste estudo elevada probabilidade de desenvolver comportamentos de risco, tais como transtornos alimentares e episódios depressivos.Objective The goal of this study was to identify the prevalence of symptoms of eating disorders in female students enrolled in state elementary schools and investigate a possible association between these eating disorders and smoking, illicit drug use and depressive episodes. Methods The Bulimic Investigatory Test of Edinburgh with symptom and severity scales and the Eating Attitudes Test - 26 with

  2. Avaliação nutricional e consumo alimentar de pacientes com doença celíaca com e sem transgressão alimentar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiana Santos Andreoli

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o estado nutricional e a ingestão de energia e de macronutrientes de pacientes com diagnóstico de doença celíaca que transgrediam ou não a dieta isenta de glúten. MÉTODOS: Foram estudados 63 pacientes com doença celíaca: 34 crianças e 29 adolescentes. Transgressão à dieta isenta de glúten foi caracterizada por meio da dosagem sérica do anticorpo antitransglutaminase tissular recombiante humana. O estado nutricional foi avaliado com base nos escores-Z de peso/idade, estatura/idade e no índice de massa corporal. A ingestão alimentar foi avaliada por meio do inquérito alimentar de 24 horas. RESULTADOS: A transgressão à dieta sem glúten foi constatada em 41,2% das crianças e em 34,5% dos adolescentes. Nas crianças com transgressão alimentar, a média do escore-Z de estatura/idade foi inferior à das crianças do grupo que não transgredia (p=0,024. Todavia, o grupo com transgressão apresentou maior escore-Z do índice de massa corporal em relação aos que não transgrediam (p=0,021. Os adolescentes que não transgrediam apresentaram maior índice de massa corporal quando comparados aos que transgrediam a dieta (p=0,037. Em relação à ingestão alimentar, não se observou diferença estatística entre os grupos. Todavia, cerca de 70,0% das crianças e adolescentes apresentaram consumo de energia acima de 120,0% da recomendação. CONCLUSÃO: As crianças que transgrediam a dieta apresentaram menor escore-Z de estatura/idade e maior escore-Z para índice de massa corporal do que crianças que seguem sem transgressões alimentares. Os adolescentes que não transgrediam a dieta apresentaram maior média de índice de massa corporal quando comparados aos que transgrediam a dieta. Consumo energético elevado foi observado tanto nas crianças quanto nos adolescentes.

  3. Test post-weaning duration for performance, feed intake and feed efficiency in Nellore cattle Duração do período de avaliação pós-desmame para medidas de desempenho, consumo e eficiência alimentar em bovinos da raça Nelore

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André Michel de Castilhos

    2011-02-01

    Full Text Available This study was conducted to determine optimum test duration for measuring performance, feed intake and feed efficiency. Sixty young Nellore bulls were submitted to feeding performance test and fed in individual pens to determine feed intake and performance over 112 days. Body weight was determined every 28 days, after fasting of water and feed for 16 hours. Changes in variance, relative variance and Pearson and Spearman correlations among data from shortened test periods (28, 56 and 84 days and full test period (112 days were used to determine optimum test duration. Test duration for average daily gain, dry matter intake, feed:gain ratio and residual feed intake could be shortened to 84, 28, 84 and 84 days, respectively, without reducing significantly the reliability of measurements for animals fed in individual pens.O objetivo neste estudo foi determinar o melhor período de avaliação para medidas de desempenho, consumo e eficiência alimentar. Durante 112 dias, 60 machos da raça Nelore, recém-desmamados, submetidos à prova de ganho de peso, foram alimentados em baias individuais para determinação do consumo alimentar e do desempenho. O peso corporal dos animais foi determinado a cada 28 dias, depois de jejum de 16 horas de líquidos e sólidos. As alterações na variância, variância relativa e correlações de Pearson e Spearman entre os dados dos períodos de avaliação reduzidos (28, 56 e 84 dias e período total (112 dias foram usados para determinar a melhor duração do período de avaliação. A duração do período de avaliação para ganho médio diário, consumo de matéria seca, conversão alimentar e consumo alimentar residual pode ser reduzida para 84, 28, 84 e 84 dias, respectivamente, pois tal redução não diminui significativamente a confiabilidade das avaliações em animais alimentados em baias individuais.

  4. Um estudo sobre os significados de consumo associados ao corpo feminino em peças publicitárias de suplementos alimentares A study on the meanings of consumption associated to the female body on dietary supplements' ads

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Felipe Rammelt Sauerbronn

    2011-04-01

    Full Text Available O presente artigo buscou analisar os significados atribuídos aos corpos femininos e transferidos através de propagandas de suplementos alimentares. O corpo se transformou em objeto de pesquisa de pesquisadores interessados em explorar a construção de significados de consumo de diversas áreas. Sua expressão como mercadoria já foi apontada por pesquisadores como Malysse 2007 que propôs a objetificação do corpo e Goldenberg 2007 que construiu o conceito de corpo como capital. Segundo MacCracken 2003 , a publicidade atua na transferência de significados, desde o mundo culturalmente constituído até os indivíduos. As nove peças publicitárias coletadas foram analisadas com base no método de análise do discurso publicitário proposto por Pinto 2002 . As funções de mostração construção do universo do discurso , de interação estabelecimento de vínculos socioculturais e de sedução distribuição de afetos positivos e negativos serviram como direção para que os pesquisadores buscassem compreender as formas de transferência de significado do corpo feminino através das peças publicitárias de suplementos alimentares. Alguns componentes do discurso publicitário foram comuns a todas as peças coletadas e evidenciaram o corpo como um objeto que pode ser modificado, ter suas medidas alteradas a partir do que é transmitido como desejável um corpo sem gordura, magro e firme . Entretanto, puderam ser diferenciadas quatro categorias de discurso de transferência de significado do corpo. A primeira categoria de peças publicitárias coloca o corpo como objeto de poder e o supervaloriza como objeto. Nessa categoria, a interação com os indivíduos é baseada no status que o corpo pode oferecer ao sujeito e as emoções envolvidas tratam de elevar a auto-estima do indivíduo. A segunda categoria congrega peças publicitárias que apresentam o corpo como local da ação do produto. A interação, nesse caso, é baseada em técnica e

  5. Uso de imagens de alimentos na avaliação do consumo alimentar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alline Gouvea Martins Rodrigues

    2011-10-01

    Full Text Available Discutem-se, neste estudo, abordagens metodológicas que utilizam tecnologias de informação e comunicação para a avaliação do consumo alimentar por meio de fotografias ou filmagem dos alimentos. Foram pesquisados artigos nas bases de dados ScienceDirect, Scopus, SciELO e MedLine/PubMed, utilizando-se, sem limitação temporal, em português e inglês, as palavras-chave: "foto/fotografia" ou "filmagem" conjugadas a "digital", "alimento", "tamanho da porção", "refeição" e/ou "ingestão alimentar", bem como a associação desses ter-mos com: "precisão", "validade" e "validação". Das referências consultadas, foram analisados 21 artigos que atenderam ao critério estabelecido. Pelo resultado da pesquisa, é possível afirmar que o método fotográfico pode ser aplicado mediante registro das porções de referência, servidas e rejeitadas, com posterior transmissão ao computador. Assim, os observadores treinados não precisam, necessariamente, acompanhar o momento da refeição. Tal método apresenta validação e acurácia aceitáveis para a estimativa do tamanho das porções quando comparado ao método de estimativa visual direta e de pesagem de alimentos. Outra abordagem emprega computador portátil com câmera fotográfica e celular integrados, contendo programa dietético projetado para registro e automonitoração da ingestão alimentar. Esse instrumento possibilita a transmissão de informações diárias sobre a ingestão de alimentos e bebidas em locais variados, auxiliando a coleta de dados em estudos populacionais. A abordagem em desenvolvimento inclui a utilização de dispositivo de com-putação móvel para registro fotográfico das refeições, com determinação automática dos alimentos consumidos. Também se discutem tentativas para investigar o comportamento espontâneo de comensais por meio de filmagem, reconhecimento facial e informações obtidas nas caixas registradoras em um restaurante modelo.

  6. Efeitos do consumo de aditivos químicos alimentares na saúde humana

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Franciéli Aline Conte

    2016-06-01

    Full Text Available A industrialização de alimentos revolucionou a alimentação influenciada pelo grande crescimento populacional e pela grande urbanização apresentando vantagens em relação à durabilidade, praticidade e preço, mas também desvantagens quando relacionados à saúde. O objetivo deste trabalho é mostrar os efeitos que os aditivos alimentares provocam sobre a saúde humana. Este trabalho é uma revisão bibliográfica de literaturas nacionais e internacionais, em trabalhos de revisão, experimental e em seres humanos tendo como base de dados: Capes, Scielo, MedLine, PubMed, Google Acadêmico, Bireme, além de sites e livros da área de nutrição. Antioxidantes, corantes, conservantes, emulsificantes e outros aditivos alimentares, a medida que permitem maior durabilidade, cor, sabor, maciez, crocância e outras características aos produtos, por outro lado, provocam alergias diversas, principalmente para crianças, são potencialmente cancerígenos; precursores de mal de Parkinson; mal de Alzheimer; além de serem resistentes insulínicos, e hipertensivos. O consumo de alimentos processados/industrializados possui efeitos negativos sobre a saúde, principalmente relacionados à doenças crônicas não transmissíveis como a hipertensão, diabetes mellitus tipo II, cânceres e doenças desmielinizantes.

  7. Relação entre o consumo alimentar e atividade física com índice de massa corporal em funcionários universitários

    OpenAIRE

    Sichieri, Rosely; Pereira, Rosângela Alves; Marins,Vânia Maria Ramos de; Perrelli,Rita de Cássia; Coelho, Maria Auxiliadora Santa Cruz; Molina,Maria Del Carmen

    1998-01-01

    Nas últimas duas décadas observou-se um importante aumento da prevalência de obesidade no Brasil, contudo não existem dados populacionais atualizados sobre ingestão de alimentos e atividades físicas, que seriam em última instância os fatores que poderiam explicar este aumento de obesidade. Estudou-se a associação entre o consumo de calorias e gordura e a prática de atividades físicas com o índice de massa corporal, em um estudo transversal com 91 funcionários universitários. O consumo aliment...

  8. Consumo alimentar e níveis de antioxidantes plasmáticos em mulheres com câncer de mama

    OpenAIRE

    Medeiros,Neiva Inez

    2004-01-01

    Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Nutrição. Estima-se que o câncer de mama manter-se-á a primeira causa de morte de mulheres no Brasil, sendo que é o segundo principal câncer a acometer a população brasileira, com uma previsão para 2003 de 41.610 novos casos diagnosticados e com o registro de 9.335 mortes. Esta pesquisa é considerada um estudo de associação, modelo observacional de desenho caso control...

  9. Avaliação do consumo alimentar em creches públicas em São Paulo, Brasil Evaluación del consumo alimentar en guarderías públicas en São Paulo, Brasil Evaluation of food consumption at public day care centers in São Paulo, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giovana Longo-Silva

    2012-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o consumo energético e a adequação da dieta de crianças frequentadoras de berçários de creches públicas e filantrópicas no município de São Paulo. MÉTODOS: Estudo transversal em 16 berçários, frequentados por 236 crianças com idades entre 12 e 29 meses. A coleta dos dados foi realizada pelo método de pesagem direta durante três dias não consecutivos. Para o cálculo nutricional, foi utilizado o software DietWin Profissional 2.0®, sendo posteriormente calculada a adequação do consumo de energia, proteína, ferro, vitamina A e vitamina C. Para o cálculo de proteína, ferro, vitamina A e C, foi utilizada como referência a necessidade média estimada (Estimated Average Requiremen do National Research Council (2002. O cálcio foi avaliado pela ingestão adequada (Adequate Intake, 1999. A avaliação da ingestão de energia foi realizada com base na necessidade energética estimada (Estimated Energy Requirement, 2002. Os dados foram analisados no programa Epi-Info 2000, versão 3.4.3. RESULTADOS: Foram identificados déficits médios para energia (49,78%, ferro (81,67%, cálcio (57,44%, excessos de proteína (183,27% e vitaminas A (126,86% e C (57,44%. A distribuição dos percentuais de adequação dos macronutrientes mostrou-se inadequada para lipídeos. CONCLUSÕES: Embora os cardápios servidos em creches sejam planejados por nutricionistas, os resultados apontam possíveis falhas no processo da alimentação infantil relacionadas à preparação, porcionamento e/ou práticas de oferta dos alimentos. Tais achados reforçam a necessidade de ações de educação e supervisão em saúde para garantir o fornecimento de alimentação adequada a este grupo populacional.OBJETIVO: Evaluar el consumo energético y la adecuación de la dieta de niños frecuentadores de guarderías públicas y filantrópicas en el municipio de São Paulo. MÉTODOS: Estudio transversal en 16 nidos, frecuentados por 236 niños con

  10. Desempenho e exigências de energia e proteína de bovinos Nelore estratificados por consumo alimentar residual

    OpenAIRE

    Araújo, Fabiana Lana de

    2011-01-01

    Foram realizados dois experimentos de abate comparativos envolvendo 40 bovinos Nelore, não castrados, estratificados por consumo alimentar residual com peso corporal médio de 413 kg e idade média de 18 meses, para determinar as exigências líquidas de energia e proteína para mantença e ganho de peso. Foram abatidos 9 animais no início do experimento para determinação da composição corporal inicial. Os animais remanescentes foram aleatoriamente alocados em dois níveis de alimentação: alimentaçã...

  11. CONDIÇÕES SOCIOECONÔMICAS, CONSUMO ALIMENTAR E ESTADO NUTRICIONAL DE PRÉ- ESCOLARES PERTENCENTES A UMA CRECHE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tessa Bitencourt VALENTE

    2010-12-01

    Full Text Available

    O objetivo deste estudo foi analisar as condições socioeconômicas, o consumo alimentar e o estado nutricional de 39 pré-escolares pertencentes a uma creche da cidade de Santa Maria/RS. Foi aplicado um questionário para análise do perfil socioeconômico das famílias e um questionário de frequência alimentar contendo itens alimentares usualmente consumidos pelos pré-escolares, a fim da verificação do consumo alimentar. As curvas de crescimento propostas pela Organização Mundial da Saúde foram utilizadas para análise do perfil nutricional. Utilizou-se o teste do Qui-quadrado ou teste Exato de Fisher para comparação entre as variáveis de frequência e o teste t de Student para verificar a diferença entre as médias (P≤0,05. Quanto aos resultados, constatou-se que as famílias apresentavam um bom nível socioeconômico, já que 66,67% dos responsáveis possuíam ensino superior; 51,28%, casa própria; e em 58,97% dos domicílios geralmente moravam de 1 a 3 pessoas. Foi observado um grande consumo de leite, cereais, refrigerantes, guloseimas e um baixo consumo de frutas e hortaliças. Embora a maioria das crianças fosse classificada como eutrófica (82,05%; 100%; 66,67%; 64,10% nos indicadores P/I, E/I, P/E e IMC, respectivamente, houve uma prevalência importante de risco de sobrepeso e de sobrepeso. Os dados mostraram que o bom nível socioeconômico das famílias garantiu o acesso a uma alimentação variada. No entanto, verifica-se que seria importante uma orientação nutricional para promover alimentação saudável, uma vez que foi observado grande consumo de carboidratos simples, refrigerantes e lipídios em detrimento de frutas, hortaliças e cereais integrais, além de uma tendência ao excesso de peso.

  12. Feed intake and prediction assessments using the NRC, CNCPS and BR-CORTE systems in Nellore and Red Norte steers finished in feedlot Consumo alimentar e avaliação das predições pelos sistemas NRC, CNCPS e BR-CORTE em novilhos Nelore e Red Norte terminados em confinamento

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Otávio Rodrigues Machado Neto

    2010-02-01

    Full Text Available The objective of this research was to evaluate the dry matter intake (DMI and nutrient consumption in Nellore and Red Norte steer finished in a feedlot and compare the actual and predicted values by NRC (2000, CNCPS 5.0 and BR-CORTE systems. Forty-one animals, 19 Nellore and 22 Red Norte steers, with initial live weight of 361 ± 31 kg and 367 ± 30 kg, respectively, were used. The experiment lasted 84 days, with 28 days for adaptation and 56 experimental days. The animals were weighed at the beginning and at end of each 28-day period after 16 hours fasting. The dry matter intake was estimated by LIPE, chrome oxide and indigestible dry matter (DMi markers. There were no differences between Nellore and Red Norte DMI when expressed in kg/day (10.66 vs. 10.44. When intake was expressed in percentage of live weight (% LW, Nellore steer presented higher intake than Red Norte steer (2.55 vs. 2.39%. All the systems evaluated presented a lower predicted intake than the observed intake. However, these differences were smaller for crossbreed animals.Este trabalho foi realizado com os objetivos de avaliar o consumo de matéria seca (CMS e dos nutrientes da dieta em novilhos Nelore e Red Norte terminados em confinamento e comparar os valores observados aos preditos por meio dos sistemas NRC (2000, CNCPS 5.0 e BR-CORTE. Utilizaram-se 41 novilhos, não-castrados, de dois grupos genéticos, sendo 19 Nelore com peso vivo inicial médio de 361 ± 31 kg e 22 Red Norte com peso vivo inicial de 367 ± 30 kg. No início do período de adaptação, com duração de 28 dias, os animais foram pesados após jejum alimentar de 16 horas e tratados contra endo e ecto parasitas. O período experimental teve duração de 56 dias e, além das pesagens nestes períodos, foram realizadas mensurações do consumo individual, utilizando-se os indicadores LIPE, óxido crômico e matéria seca indigestível (MSi. A comparação entre os dados de consumo observados com aqueles

  13. Mudanças no consumo alimentar e atividade física de escolares de Florianópolis, SC, 2002 - 2007

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Filipe Ferreira da Costa

    2012-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a mudança em cinco anos do consumo alimentar e nível de atividade física em escolares. MÉTODOS: Estudo com amostra representativa (n = 4.168 de escolares de sete a dez anos de idade de Florianópolis, SC. Medidas do consumo alimentar e atividade física foram realizadas em dois estudos de base escolar em 2002 (n = 2.936; 51% meninos; idade média = 8,5 anos e 2007 (n = 1.232; 50,7% meninos; idade média = 8,6 anos, utilizando questionários ilustrados. O teste do qui-quadrado foi utilizado para avaliar a mudança no consumo de oito alimentos/grupos de alimentos, no atendimento às recomendações do Guia Alimentar para a População Brasileira e no nível de atividade física (avaliado segundo os terços de distribuição do escore e o tipo de deslocamento para a escola. As análises foram realizadas segundo a rede de ensino. RESULTADOS: Houve redução da proporção de crianças que relatou o consumo de frutas, verduras e legumes, feijão, carnes, guloseimas, pizza, batata frita e refrigerantes. Maior proporção de escolares da rede privada atendeu às recomendações de restrição de consumo de refrigerantes, pizzas e batata frita, e de maior consumo de frutas, verduras e legumes, em ambos os estudos. Por outro lado, maior proporção de escolares da rede pública atendeu às recomendações para o consumo de carnes em 2007. Os valores medianos do escore de atividade física diminuíram em 2007. Em ambos os anos escolares da rede privada foram mais ativos. A proporção de escolares que se deslocou ativamente para a escola reduziu de 49% para 41% (p < 0,01. CONCLUSÕES: Houve redução no consumo de alimentos marcadores de dieta saudável (feijão, carnes/peixes, frutas, legumes e verduras e de alimentos de alta densidade energética e baixo valor nutricional (refrigerantes, guloseimas e pizza/batatas fritas. Também houve decréscimo da proporção de escolares que relataram deslocamento ativo para a escola.

  14. PORCIONAMENTO, CONSUMO E DESPERDÍCIO EM UM RESTAURANTE ESCOLAR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Telma de Oliveira

    2012-06-01

    Full Text Available A qualidade e quantidade dos alimentos ingeridos pela criança são essenciais, nos primeiros anos de vida, e acarretam repercussões nas práticas alimentares, ao longo desta. O objetivo deste estudo foi avaliar, durante cinco dias, o porcionamento de alimentos, o consumo médio e o desperdício, em um restaurante de unidade escolar particular do município de São Paulo, com crianças de 5 a 6 anos, em  2011. O consumo alimentar variou entre 120,8 e 243,7g, a porcentagem de sobras de saladas entre 35,9 e 97,5%, e os restos entre 22,6 e 49,1%. Concluiu-se que o porcionamento variou de acordo com o funcionário que prepara o prato e não de acordo com o apetite ou vontade da criança. É importante que, além do conhecimento do per capita próprio, para essa faixa etária, estabeleça-se um sistema de self service para que a criança crie o seu próprio padrão de consumo.

  15. AVALIAÇÃO DO CONSUMO ALIMENTAR E USO DE SUPLEMENTOS DE PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anne Jeyssen De Sousa Araujo

    2017-01-01

    Full Text Available O presente estudo teve como objetivo avaliar o consumo alimentar e o uso de suplementos de indivíduos que praticam musculação. Foi realizado na zona sudeste de Teresina- PI, composta por 50 indivíduos, de ambos os sexos. Realizou-se a avaliação nutricional através da obtenção do peso, altura, IMC, e o percentual de gordura. Aplicou-se um recordatório de 24 horas e foi aplicado um roteiro de entrevista para verificar os suplementos mais consumidos. Os dados coletados foram inseridos em banco de dados do programa SPSS para análise estatística dos resultados, e feitas aplicação de testes estatísticos. 34,78 % eram do sexo feminino e 65,22% do sexo masculino. 74% foram classificados eutrófico segundo o IMC e 34% foram considerados ideais através do percentual de gordura. O suplemento com maior índice de consumo foi o whey protein, com uma porcentagem de 52,17%. O grupo alimentar mais consumido pelos indivíduos estudados foi o grupo das carnes e o grupo das frutas

  16. Comer juntos: da estratégia transmídia ao consumo alimentar midiatizado = Eating together: from transmedia strategy to mediatized food consumption

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Souza, Lívia Silva de

    2015-01-01

    Full Text Available No contexto da sociedade midiatizada, as práticas do consumo alimentar se veem cada vez mais infuenciadas pela mídia enquanto instituição social com papel cada vez mais central frente a outras instituições, a exemplo da família. O presente artigo tem por objeto a estratégia transmídia da marca Coca-Cola que leva às telenovelas da Rede Globo e a um hotsite no portal Gshow suas representações de rituais de consumo alimentar em família, sob o slogan “Comer juntos alimenta a felicidade”. São observados aspectos da estratégia transmídia que reforçam o caráter cada vez mais central da mídia não só na representação de rituais de consumo, mas na própria constituição destes rituais do consumo alimentar midiatizado, particularmente nas telenovelas brasileiras

  17. Associação entre níveis pressóricos e o consumo alimentar de uma dieta tipo DASH em indivíduos adultos de Porto Alegre

    OpenAIRE

    Analisa Celestini

    2007-01-01

    Fundamento: Recomendações para controle da hipertensão contemplam controle de peso, restrição de sódio e consumo de bebidas alcoólicas, além de adesão à dieta DASH (Dietary Approaches to Stop Hypertension). Objetivo: Avaliar a associação entre consumo de dieta tipo DASH e pressão arterial, na população adulta de Porto Alegre. População e Métodos: Estudo transversal (Síndrome de Obesidade e Fatores de Risco para Obesidade -SOFT), desenvolvido em uma amostra populacional, incluiu 1629 indivíduo...

  18. Consumo alimentar e avaliação nutricional: caracterização de escolares no município de Maringá - Paraná

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suelen Dayane Pereira Cadamuro

    2016-08-01

    Full Text Available Objetivo: avaliar o estado nutricional dos escolares com relação ao consumo alimentar. Método: estudo transversal, realizado com 82 crianças de 5 a 7 anos, matriculadas em quatro escolas municipais de Maringá, estado do Paraná. Para a avaliação nutricional foi aferida a estatura e o peso atual dos escolares. Utilizou-se o cálculo do índice de massa corporal (IMC e os escolares foram classificados conforme o IMC e por idade em escore-z do sistema de vigilância alimentar e nutricional. Foi aplicado aos pais o questionário de consumo alimentar do sistema de vigilância alimentar nutricional. Resultados: a proporção de crianças do sexo feminino foi de 48,78% e 51,21% do sexo masculino. A maioria encontrava-se com o IMC adequado (78.04%; 21,95% dos escolares estavam acima do peso. A frequência do consumo alimentar demonstrou que 74,37% consumiam alimentos saudáveis mais de três vezes na semana e para os alimentos não saudáveis, 58,53% das crianças consumem até três vezes na semana. Considerações finais: conclui-se que a maior parte das crianças avaliadas da rede municipal de ensino possuem IMC adequado e consomem alimentos saudáveis na maioria dos dias da semana, o que pode ser fator protetor para obesidade nesta população. Porém, há um percentual considerável acima do peso, o que requer cuidados e orientações especiais da escola e órgãos públicos de saúde e educação.

  19. Uso do bagaço de mandioca em substituição ao milho no concentrado para bovinos em crescimento. 2. Digestibilidade aparente, consumo de nutrientes digestíveis, ganho de peso e conversão alimentar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ramos Paulo Roberto

    2000-01-01

    Full Text Available RESUMO - O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito da substituição do milho pelo bagaço de mandioca no concentrado sobre a digestibilidade aparente, o consumo de nutrientes digestíveis, o ganho de peso diário médio (GPDM e a conversão alimentar (CA em bovinos em crescimento. Dezesseis novilhos mestiços machos inteiros foram distribuídos em delineamento em blocos casualizados completos em dois períodos. Quatro tipos de concentrados foram testados, em associação com o fornecimento a vontade de feno de aveia/azevém (Avena strigosa, L.; Lolium multiflorum, L. e suplementação média de concentrado de 0,83% PV. Os concentrados fornecidos aos animais diferenciaram-se pelo nível de substituição do milho por bagaço de mandioca: T1, 0; T2, 33; T3, 66 e T4, 99. Não houve efeito dos níveis de substituição do milho pelo bagaço de mandioca sobre os coeficientes de digestibilidade aparente das frações nutritivas estudadas. O consumo de fibra em detergente ácido digestível (FDAD aumentou linearmente com a substituição do milho por bagaço de mandioca. Não houve efeito dos tratamentos sobre o consumo de matéria seca digestível (MSD, matéria orgânica digestível (MOD, fibra em detergente neutro digestível (FDND, energia digestível (ED e energia metabolizável (EM, que foram, respectivamente, para T1, T2, T3 e T4, 53,51; 54,50; 53,63; e 53,69 (g MSD/ kg0,75·dia, 51,77; 52,37; 51,27; e 51,23 (g MOD/ kg0,75·dia e 30,13; 30,93; 30,46; e 30,88 (g FDND/ kg0,75·dia, 224,13; 228,51; 224,77; e 225,33 (kcal ED/ kg0,75·dia, 183,75; 187,56; 184,38; e 184,43 (kcal EM/ kg0,75·dia. Os resultados obtidos para GPDM foram 1,10; 0,95; 1,12; e 0,75 kg/animal·dia, e para CA 4,61; 6,17; 4,58; e 7,98, respectivamente, para T1, T2, T3 e T4. Os valores de GPDM e CA, para o nível de substituição de 99% do milho por bagaço de mandioca no concentrado, foram inferiores aos obtidos para os níveis de 0 e 66%, porém semelhantes aos do n

  20. Vegetarianismo e comportamento alimentar : comportamentos alimentares disfuncionais e hábitos alimentares em dietas vegetarianas

    OpenAIRE

    Rola, Catarina, 1988-

    2016-01-01

    Tese de mestrado, Doenças Metabólicas e Comportamento Alimentar, Universidade de Lisboa, Faculdade de Medicina, 2016 As escolhas alimentares exercem uma influência significativa na génese, manutenção e agravamento do quadro clínico do paciente. Quando corretamente planeadas, as dietas apoiadas no vegetarianismo são nutricionalmente equilibradas. Contudo, dada a legitimidade da restrição alimentar que lhe é característica, a comunidade científica levanta a hipótese de esta mascarar comporta...

  1. Padrões alimentares de mulheres no climatério em atendimento ambulatorial no Sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maichelei Hoffmann

    2015-05-01

    Full Text Available Objetivo: Identificar os padrões alimentares e sua relação com o estado menopáusico.Métodos: Estudo transversal com 646 mulheres em atendimento ambulatorial no Sul do Brasil. O consumo alimentar foi avaliado por questionário de frequência e cinco padrões alimentares foram identificados através da análise de componentes principais. O estado menopáusico foi classificado em pré-menopausa, perimenopausa e pós-menopausa.Resultados: Identificaram-se cinco padrões alimentares: frutas e verduras, brasileiro (arroz, feijão e leite, lanches (bolo, xis, pizza, cuca, prudente (peixe, suco natural, pão integral e sopa de legumes e regional (alimentos típicos na serra gaúcha como carnes vermelhas, aipim e massas. Após ajuste para características sociodemográficas, não verificou-se associação significativa entre o estado menopáusico e os padrões alimentares. Apenas idade, escolaridade e renda mostraram-se associadas com padrões alimentares.Conclusão: Foram identificados cinco padrões alimentares que descreveram o consumo alimentar da população estudada, sendo estes semelhantes ao indicado como ideal para a população brasileira. Nossos achados indicam que o padrão alimentar das mulheres no climatério possui influência significativa da idade, escolaridade e renda e que não sofre influência do estado menopáusico.

  2. Reprodutibilidade e validade do questionário de freqüência de consumo alimentar utilizado em estudo caso-controle de câncer oral Reproducibility and validity of a food frequency questionnaire used in a case-control study of oral cancer

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hellen Chrystine Zanetti Matarazzo

    2006-09-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi verificar a reprodutibilidade e validade do questionário de freqüência de consumo alimentar utilizado no Estudo Latino-Americano sobre Câncer Oral e de Laringe. Uma amostra de 35 indivíduos, considerados controle no Estudo Latino-Americano, foi entrevistada por telefone. Foi reaplicado o questionário de freqüência idêntico ao do Estudo Latino-Americano e aplicado um recordatório de 24 horas. A reprodutibilidade foi avaliada pela comparação do consumo alimentar obtido nos dois questionários de freqüência, e a validade pela comparação do consumo obtido no recordatório de 24 horas e no segundo questionário de freqüência. Na comparação entre os questionários foi utilizado o teste de Wilcoxon para medir as diferenças no consumo, o coeficiente de Spearman para avaliar as correlações, a correlação intraclasse para estimar a variação intrapessoal, e o teste Kappa para avaliar a concordância no consumo. Na análise da reprodutibilidade ocorreram diferenças estatisticamente significantes para o consumo de massas e leguminosas. Na análise da validade ocorreram diferenças estatisticamente significantes para manteiga, tubérculos, frango, hortaliças, leguminosas e frutas, sendo que, em geral, o questionário de freqüência superestimou o consumo destes grupos de alimentos. A concordância de classificação por tercis variou de 40% a 80% entre os dois questionários de freqüência, e de 31% a 74% entre o recordatório e o segundo questionário de freqüência. Os resultados indicam que o questionário de freqüência utilizado no Estudo Latino-Americano tem boa reprodutibilidade e razoável validade para estimar o consumo de alimentos.We examined the reproducibility and the validity of the food frequency questionnaire used in the Latin American Study of Oral and Larynx Cancer. Telephone interviews were carried out with a sample of 35 participants who were controls in that study. The original

  3. Influência da televisão no consumo alimentar e na obesidade em crianças e adolescentes: uma revisão sistemática Television influence on food intake and obesity in children and adolescents: a systematic review

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Camila Elizandra Rossi

    2010-08-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi identificar a influência da televisão no consumo alimentar e na obesidade em crianças e adolescentes. Realizou-se revisão sistemática nas bases MedLine, PubMed, SciELO-Brasil e Lilacs, capturando-se 73 artigos publicados entre 1997 e 2007. Definiu-se não analisar artigos com adultos ou pré-escolares, notas, comunicações, revisões, amostras de população específica (indígenas, por exemplo e enferma (exceto obesidade, e estudos de intervenção, selecionando-se vinte artigos para análise. Em seis, dentre oito estudos brasileiros, observou-se associação significativa entre televisão e obesidade, e, em um destes, também se verificou associação positiva entre televisão e consumo alimentar. Nas investigações internacionais, observaram-se seis, dentre dez artigos, evidenciando associação entre televisão e obesidade, além de se identificar associação inversa entre televisão e tempo de atividade física. Em cinco artigos, do total de seis internacionais que investigaram o consumo alimentar, observou-se associação significativa entre televisão e ingestão alimentar, verificando-se que crianças e adolescentes que despendem maior tempo com a televisão tendem a ingerir menos frutas e verduras, e mais porções de salgadinhos, doces e bebidas com elevado teor de açúcar. A associação entre televisão e consumo alimentar foi evidente (85% dos artigos, e a associação com obesidade apareceu em 60% dos artigos. Ao identificar-se que o tempo em frente à TV associa-se à inadequação dos hábitos alimentares e à redução da atividade física, revela-se o hábito de assistir à televisão como um importante fator que pode propiciar a obesidade entre crianças e adolescentes.The objective of this study was to identify the influence that watching television has on food intake and obesity in children and adolescents. A systematic review of the MedLine, PubMed, SciELO-Brasil and Lilacs databases

  4. CONSUMO ALIMENTAR E ATIVIDADE FÍSICA DE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS DA ÁREA DE SAÚDE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudia Soar

    2012-06-01

    Full Text Available O estilo de vida de universitários pode contribuir para o aparecimento de doenças crônicas não transmissíveis. Hábitos alimentares não saudáveis e reduzida prática de atividade física durante o período da graduação frequentemente se mantêm após a formação universitária. O objetivo deste estudo foi analisar características da alimentação e da atividade física em universitários de uma instituição privada. Estudo transversal realizado por meio de entrevista sobre estilo de vida. Observou-se maior valor médio do índice de massa corporal e maior prevalência de sobrepeso no gênero masculino (p<0,05. Identificou-se que 64% da amostra não realizavam atividade física regular e que 70% entendiam conhecer a própria necessidade energética, contudo, somente 39% tinham o conhecimento correto sobre sua necessidade de consumo de energia. Conclui-se que a adequada caracterização do consumo alimentar e da prática de atividade física podem contribuir como ferramentas de auxílio na promoção de saúde desse grupo, pois servirão de base para elaboração de educação em saúde no meio universitário.

  5. Consumo alimentar e estilo de vida: um estudo longitudinal com estudantes universitários

    OpenAIRE

    Gabrielle Aparecida Cardoso

    2016-01-01

    A universidade é um local de aprendizagem no qual conhecimento acadêmico, social e cultural permeia a relação entre os estudantes, onde estes terão a oportunidade de vivenciar diferentes situações durante o curso. A maior preocupação é como esta experiência influenciará o estado nutricional com a possível mudança dos hábitos cotidianos, como abuso de bebidas alcoólicas, uso irrestrito de suplementos vitamínicos e alimentares e a alimentação inadequada. O consumo alimentar de universitários fo...

  6. CONDIÇÕES SOCIOECONÔMICAS, CONSUMO ALIMENTAR E ESTADO NUTRICIONAL DE PRÉ- ESCOLARES PERTENCENTES A UMA CRECHE

    OpenAIRE

    Valente,Tessa Bitencourt; Hecktheuer,Luisa Helena Rychecki; Brasil,Carla Cristina Bauermann

    2010-01-01

    O objetivo deste estudo foi analisar as condições socioeconômicas, o consumo alimentar e o estado nutricional de 39 pré-escolares pertencentes a uma creche da cidade de Santa Maria/RS. Foi aplicado um questionário para análise do perfil socioeconômico das famílias e um questionário de frequência alimentar contendo itens alimentares usualmente consumidos pelos pré-escolares, a fim da verificação do consumo alimentar. As curvas de crescimento propostas pela Organização Mu...

  7. Reprodutibilidade de questões acerca da percepção do ambiente alimentar e acerca do consumo de frutas e hortaliças entre gestantes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Cristina Candelas Zuccoloto

    2013-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar a reprodutibilidade de um questionário a respeito da percepção do ambiente alimentar e acerca do consumo de frutas e hortaliças em gestantes. MÉTODOS: O estudo foi realizado em 2010 e conduzido com 48 gestantes usuárias do serviço público de saúde de Ribeirão Preto, São Paulo. O questionário é composto por 11 questões de múltipla escolha que incluem a percepção do ambiente alimentar para o consumo de frutas e hortaliças. Para verificação da reprodutibilidade, o questionário foi aplicado em duplicata, com intervalo entre 15 e 45 dias. RESULTADOS: A concordância entre as respostas foi avaliada por meio do teste de Kappa ponderado ou Kappa. Verificou-se concordância forte (Kappa entre 0,6 e 0,79 para: número de refeições ao dia, hábito de se alimentar no local de trabalho, distância entre a residência e local de aquisição de frutas, verduras e legumes e qualidade de frutas, verduras e legumes no local de aquisição. Concordância moderada (Kappa entre 0,4 e 0,59: hábito de se alimentar fora do domicílio, em restaurantes do tipo "self-service" ou "por quilo", em lanchonetes, se adquire alimentos em mercearias, lojas de conveniência ou padaria, motivo da escolha do local para aquisição de frutas, verduras e legumes e variedade de frutas, verduras e legumes. CONCLUSÃO: O questionário sobre a percepção do ambiente alimentar e para o consumo de frutas, verduras e legumes apresentou boa precisão entre gestantes.

  8. Fatores associados ao consumo de dietas ricas em gordura em adultos de uma cidade no sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Airton José Rombaldi

    2014-05-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi descrever a frequência de consumo de dieta rica em gordura por adultos de 20 a 69 anos de Pelotas, RS, e analisar fatores associados. Foi realizado um estudo transversal de base populacional, incluindo 972 adultos. A frequência do consumo de gordura alimentar no ano anterior à pesquisa foi avaliada pelo questionário de Block, composto por quinze itens alimentares, pontuados de acordo com a frequência de consumo de alimentos com elevados teores de gordura. Cerca de 1/3 da população adulta (32,7% consumia regularmente dieta rica em gordura. Para ambos os sexos, o consumo regular de gordura mostrou-se associado a idades mais jovens e consumo regular de refrigerantes e, somente para homens, aos níveis econômicos A/B. A frequência do consumo regular de alimentos ricos em gordura na população adulta residente no município de Pelotas encontra-se além das recomendações atuais do Ministério da Saúde. Políticas públicas que estimulem uma alimentação saudável são urgentemente necessárias.

  9. A percepção de insegurança alimentar em famílias com idosos em Campinas, São Paulo, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leticia Marín-León

    2005-10-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi determinar a prevalência de insegurança alimentar em famílias com idosos e descrever seu perfil sócio-demográfico. Foram estudadas famílias com membros de 65 anos e mais (n = 195, selecionadas de inquérito domiciliar realizado em 2003, em Campinas, São Paulo, Brasil. A Escala Brasileira de Insegurança Alimentar, versão brasileira do módulo de insegurança alimentar do United States Department of Agriculture, foi utilizada para diagnosticar segurança/insegurança alimentar (SA/IA. Observou-se insegurança alimentar leve em 33,0% das famílias, moderada em 11,8% e grave em 7,2%. Em menos de 5,0% das famílias o idoso não tinha renda. Os idosos de famílias com insegurança alimentar apresentaram, em forma similar aos Estados Unidos, maior proporção de idosos de baixa renda (< R$ 500,00 e baixa escolaridade (até o primário incompleto. As famílias em segurança alimentar apresentaram significativa maior proporção de consumo qualitativo diário de alimentos (verduras 92,3 vs. 61,8%; OR = 7,4; IC95%: 2,9-19,6; carne 74,2 vs. 43,1%; OR = 3,8; IC95%: 1,9-7,3; frutas 77,4 vs. 49,0% OR = 3,6; IC95%: 1,8-6,9. Os idosos contribuem para a renda familiar, não sendo, portanto, uma carga para suas famílias.

  10. Hábitos alimentares e comportamento de consumo infantil: influência da renda familiar e do hábito de assistir à televisão

    OpenAIRE

    Rodrigues, Vanessa Mello; Fiates,Giovanna Medeiros Rataichesck

    2012-01-01

    OBJETIVO: Comparar hábitos alimentares e comportamento de consumo de crianças de diferentes níveis de renda familiar de Florianópolis (SC), Brasil, relacionando-os com o hábito de assistir à televisão. MÉTODOS: Estudo qualitativo com análise de conteúdo de manuscritos originados de 23 grupos focais, realizados em uma escola pública e uma escola particular de Florianópolis (SC), compostos por 111 estudantes de 7 a 10 anos. Para verificar a renda familiar dos estudantes, dados sobre a ocupação ...

  11. Insegurança alimentar intrafamiliar e perfil de consumo de alimentos Intra-family food insecurity and profile of food consumption

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giseli Panigassi

    2008-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever e avaliar o perfil de consumo diário de alimentos entre famílias em situação de insegurança alimentar. MÉTODOS: Inquérito populacional realizado em Campinas (SP, em 2003, com 456 famílias. Realizou-se levantamento do consumo diário de 14 grupos de alimentos, mediante informação de membro qualificado da família. Para categorização da insegurança alimentar utilizou-se uma escala dividida em 3 categorias: 1 Segurança alimentar; 2 Insegurança alimentar leve; 3 Insegurança alimentar moderada ou grave. RESULTADOS: Foram detectadas diferenças significativas entre categorias de segurança alimentar e consumo alimentar. A proporção de famílias em situação de insegurança, cujo informante não consome diariamente leite e derivados, frutas, verduras/legumes, e carnes é significantemente maior do que aquelas em situação de segurança alimentar (pOBJECTIVE: Describe and evaluate daily food consumption among families experiencing food insecurity. METHODS: A population survey was conducted in Campinas, São Paulo, in 2003, with 456 families. One qualified member of each family was interviewed about their daily intake of 14 food groups. For the food insecurity classification, a scale divided into three categories was used: 1 Food security; 2 Mild food insecurity; 3 Moderate or Severe food insecurity. RESULTS: Significant differences were found among the categories of food insecurity with respect to food consumption. The proportion of respondents from families experiencing moderate or severe food insecurity or mild food insecurity that did not consume dairy products, fruits, vegetables, meats, on a daily basis is significantly higher than respondents from families who are food-secure (p<0.001. Among food-secure families, 73.7% consumed at least one fruit per day and 62.1% consumed dairy products every day. These percentages were 11.4% and 5.5%, respectively, in families with moderate or severe food insecurity. The

  12. Consumo alimentar de vitamina A por gestantes no Brasil: uma revisão sistemática

    OpenAIRE

    Laís Spíndola Garcêz; Laísla de França da Silva Teles; Andrea Nunes Mendes de Brito; Geânia de Souza Paz Lima; Adriana de Azevedo Paiva

    2015-01-01

    Objetivo: Realizar uma revisão sistemática sobre o consumo alimentar de vitamina A por gestantes no Brasil. Métodos: A revisão constituiu na busca de artigos publicados no período de 1999 a 2015 nas bases SciELO, PubMed e LILACS. Ao final, foram selecionados oito artigos para esta revisão. Resultados: Os métodos utilizados para análise do consumo de vitamina A foram o questionário de frequência alimentar (QFA) – da dieta ou apenas de alimentos fontes de vitamina A – e o recordatório alimentar...

  13. Coast cross (Cynodon dactylon (L. pers. hay and pigeon pea (Cajanus cajan (L. millsp digestibility and nutrients average intake by sheep under two feeding systems/ Consumo médio e digestibilidade do feno de capim “Coast cross” (Cynodon dactylon (L. pers. e feijão guandu (Cajanus cajan (L. Millsp em carneiros submetidos a dois regimes alimentares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Waldemar de Oliveira Souza

    2007-08-01

    Full Text Available This experiment was carried out with the objectives of determining the daily average intake (DAI, apparent digestibility coefficient (ADC of coast cross hay and pigeon pea nutrients and to evaluate thenitrogen balance in sheep. Ten wethers with average weight of 27.50 kg, alloted to suitable cages, were used. A completely randomized design with two treatments (T1= 80% coast cross hay + 20% pigeon peaand T2= 60% coast cross hay + 40% pigeon pea and five replicates, was used. The treatments were evaluated under two feeding systems (voluntary and restrict. Animals receiving ration of T2 presentedhigher DAI (g/kg PV 0.75 (PO experimento foi realizado com os objetivos de determinar o consumo médio diário (CMD, o coeficiente de digestibilidade aparente (CDA dos nutrientes do feno de capim Coast cross e feijão guandu e avaliar o balanço de nitrogênio (BN em ovinos. Foram utilizados dez ovinos machos, castrados, com peso médio de 27,50 kg, alojados em gaiolas para metabolismo, em delineamento inteiramente casualizado com dois tratamentos (T1 = 80% de feno de Coast cross + 20% de guandu e T2 = 60% de feno de Coast cross + 40% de guandu e cinco repetições por tratamento. Os tratamentos foram avaliados sob dois regimes alimentares (consumo voluntário e restrito. Os animais recebendo ração do T2 apresentaram maior CMD (g/kg PV0,75 (p < 0,05 de matéria seca (MS, proteína bruta (PB, fibra bruta (FB, matéria orgânica (MO e extrato não nitrogenado (ENN, do que aqueles animais recebendo ração do T1. O CDA da FB da ração T2 foi maior (p < 0,05 do que o da ração T1. O BN dos animais que receberam 40% de guandu (13,15g N/ dia foi superior aos daqueles que receberam 20% desta leguminosa (10,29g N/dia. Conclui-se que o feijão guandu pode ser utilizado como fonte protéica na alimentação de ruminantes, possibilitando CDA da MS próximo de 52% para animais em regime de consumo voluntário, e 81% para animais em regime de consumo restrito. O

  14. Consumo de alimentos dos grupos que compõem a pirâmide alimentar americana por idosos brasileiros: uma revisão = Food intake of the groups part of the American food pyramid by Brazilian elderly: a review

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Deon, Rúbia Garcia

    2015-01-01

    Full Text Available Introdução: A pirâmide alimentar adaptada para a população idosa americana é um guia alimentar que destaca a importância da alimentação equilibrada para o envelhecimento bem sucedido. Objetivo: Apresentar uma revisão literária sobre as evidências do consumo de alimentos dos grupos que compõem a pirâmide alimentar americana por idosos brasileiros. Materiais e Métodos: Foram incluídos artigos científicos (identificados no LILACS e Medline/PubMed, dissertações e teses (identificadas no portal da CAPES, relatórios técnico-científicos, guias e livros. Os termos de busca e operadores boleanos utilizados foram: (“guias alimentares” ou “consumo de alimentos” ou “nutrição” E (“idoso” ou “envelhecimento” e seus correlatos em inglês, publicados entre 2000-2014, envolvendo seres humanos. Resultados: Em idosos brasileiros de diferentes contextos e de diferentes regiões, o consumo de alimentos pertencentes a oito dos nove grupos da pirâmide adaptada para a população idosa americana (cereais/pães/tubérculos/raízes, hortaliças, frutas, leguminosas, leite/derivados, carnes/ovos, açúcares/doces e água não é adequado. Somente em relação ao consumo de gorduras e óleos os dados mostraram-se controversos, apontando tanto adequação (em relação ao consumo de colesterol, gordura saturada, ácidos graxos monoinsaturados e ácidos graxos poli-insaturados quanto inadequação (especialmente em relação ao consumo de ácidos graxos saturados. Conclusão: As evidências apontam que o consumo, por idosos brasileiros, dos alimentos integrantes dos grupos da pirâmide alimentar adaptada para a população idosa americana, em geral, não está adequado

  15. Uso do método Grade of Membership na identificação de perfis de consumo e comportamento alimentar de adolescentes do Rio de Janeiro, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Letícia de Oliveira Cardoso

    2011-02-01

    Full Text Available Com objetivo de identificar perfis de consumo e de comportamentos alimentares e descrever suas prevalências, aplicou-se o método Grade of Membership em dados de um inquérito sobre fatores de risco à saúde de adolescentes do ensino fundamental da cidade do Rio de Janeiro, Brasil (N = 1.632. Foram gerados quatro perfis: perfil "A" (12,1%, caracterizado pelo consumo frequente de todos os alimentos marcadores de dieta saudável, menos frequente dos alimentos não saudáveis e pela presença de comportamentos alimentares saudáveis; perfil "B" (45,8%, marcado pelo hábito de realizar o desjejum e três refeições/dia, consumo menos frequente de legumes e frutas e de cinco dos marcadores de alimentação não saudável; perfil "C" (22,8%, ausência de comportamentos alimentares saudáveis e pelo consumo menos frequente de legumes, frutas, leite, embutidos, biscoitos e refrigerantes; e perfil "D", caracterizado pelo consumo frequente de todos os alimentos não saudáveis e menos frequente de legumes e frutas. Os resultados apontam para a necessidade de promoção da alimentação saudável nesta população.

  16. PROMOÇÃO DO CONSUMO ALIMENTAR SUSTENTÁVEL NO CONTEXTO DA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rozane Marcia Triches

    Full Text Available ResumoEste trabalho é sobre o consumo alimentar no contexto da alimentação escolar, entendendo-se esse espaço como fortemente propositivo na formação de hábitos alimentares saudáveis e de desenvolvimento sustentável. Relata o exemplo do município de Dois Irmãos, no Rio Grande do Sul, e as ações relativas ao trabalho realizado com os escolares, conjugando mudanças no consumo e na produção de alimentos e ligando saúde e sustentabilidade. Utiliza fontes secundárias e observação participante. A partir de diagnóstico preocupante sobre o estado alimentar e nutricional dessa população, diversas atividades de promoção do consumo alimentar sustentável foram desenvolvidas, entre elas: revisão dos fornecedores e das cadeias de abastecimento, das formas de produção e da qualidade dos alimentos oferecidos; regulação relativa ao tipo de gêneros trazidos de casa; cuidado na formulação dos cardápios; e desenvolvimento de atividades educativas práticas que coadunassem a melhora dos hábitos alimentares com a valorização do meio rural. Foram verificados, neste caso, exemplos de práticas inovadoras, desenvolvidas de forma integrada, que articularam sinergicamente educação alimentar e nutricional com ações para a consolidação de um sistema agroalimentar sustentável.

  17. Sistema de Suplementação Alimentar para Bovinos de Corte em Pastejo: Validação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lana Rogério de Paula

    2002-01-01

    Full Text Available Objetivou-se com este trabalho a validação do programa de computador do Sistema Viçosa de Formulação de Rações, bem como testar o NRC 1996 de gado de corte, incluindo os níveis 1 (Sistema NRC e 2 (Sistema Cornell, para bovinos de corte em pastejo. Os dados de ganho de peso preditos pelos programas, em função do peso corporal, dos grupos genéticos e da composição e do consumo de suplementos, durante o período da seca, foram comparados com os dados observados. O Sistema NRC, níveis 1 e 2, subestimou o consumo de matéria seca em 12 e 13% e o ganho de peso, em 55 e 86%, respectivamente, de 35 novilhos suplementados em pastagens durante o período da seca. Já o Sistema Viçosa, com menor margem de erro, superestimou o consumo em 5% e subestimou o ganho em 11%. Em um segundo ensaio de validação com um banco de dados de 25 experimentos, 74 tratamentos e 1230 animais, o Sistema Viçosa superestimou o ganho de peso, em função do consumo de energia (NDT, em 44%. Apesar disto, o programa é adequado para ser utilizado nas formulações de suplementos alimentares para bovinos em crescimento em pastagens tropicais, uma vez que o consumo de alimentos e, conseqüentemente, o ganho de peso são altamente variáveis, devido à variação na disponibilidade e composição das pastagens, diversidades climáticas e genéticas dos animais.

  18. Residual feed intake and relationships with performance of Nellore cattle selected for post weaning weight Consumo alimentar residual e relações com o desempenho de bovinos Nelore selecionados para peso pós-desmame

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    T. Lucila Sobrinho

    2011-04-01

    Full Text Available The objective of this work was to evaluate performance, efficiency parameters and phenotypic correlations among measurements of energy efficiency of Nellore cattle selected for post weaning weight and classified according to residual feed intake, calculated by the difference between observed and predicted intake, based on average metabolic body weight and average daily gain. Thus, animals were classified within three groups: high (> mean + 0.5 standard deviation, less efficient; medium (±0.5 standard deviation of the mean; and low (Objetivou-se com este trabalho avaliar desempenho, parâmetros de eficiência e correlações fenotípicas entre medidas de eficiência energética de animais Nelore selecionados para peso pós-desmame e classificados quanto ao consumo alimentar residual, calculado pela diferença entre o consumo observado e o predito, com base no peso vivo médio metabólico e no ganho médio diário. Assim, os animais foram classificados em três grupos: alto (> média + 0,5 desvio-padrão; menos eficientes; médio (± 0,5 desvio-padrão da média; e baixo (< média - 0,5 desvio padrão; mais eficientes consumo alimentar residual. Não foram observadas diferenças nos pesos vivos inicial e final, no ganho médio diário e no consumo de matéria seca entre os grupos. Animais com baixo consumo alimentar residual mostraram-se também com melhor eficiência alimentar, conversão alimentar e eficiência parcial de crescimento e não apresentaram diferenças em relação aos outros grupos quanto à taxa de crescimento relativo e taxa Kleiber. O consumo alimentar residual apresentou correlação significativa com eficiência alimentar (_0,25, conversão alimentar (0,25, eficiência parcial de crescimento (_0,37 e consumo de MS (0,16 e não apresentou correlação significativa com peso vivo (0,04, ganho médio diário (_0,02, taxa de crescimento relativo (_0,03 e taxa de Kleiber (_0,05. Foram encontradas correlações significativas entre

  19. Determinantes sociodemográficos, antropométricos e alimentares de dislipidemia em pré-escolares

    OpenAIRE

    Nobre,Luciana N.; Lamounier,Joel A.; Franceschini,Sylvia do C.C.

    2013-01-01

    OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi investigar os determinantes de dislipidemia em pré-escolares. MÉTODOS: A partir de um desenho transversal, foi avaliado um total de 227 pré-escolares com 5 anos de idade residentes em uma área urbana da cidade de Diamantina, Minas Gerais, Brasil. Foram avaliados: variáveis bioquímicas, antropométricas, condição socioeconômica e comportamental, a partir de um questinário; e ingestão alimentar, a partir de um questionário de fequência de consumo de alimento...

  20. Estado nutricional e hábitos alimentares de dependentes químicos em tratamento ambulatorial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isadora Borne Ferreira

    2015-06-01

    Full Text Available Objetivo Identificar o estado nutricional e hábitos alimentares de pacientes masculinos em recuperação de dependência química em acompanhamento ambulatorial de uma unidade de adição. Métodos Estudo transversal com 25 pacientes adultos em tratamento ambulatorial para dependência química. Foram aferidos parâmetros antropométricos (peso, estatura, circunferência da cintura e índice de massa corporal e de composição corporal (bioimpedância elétrica, e foram investigados hábitos alimentares (Questionário de Frequência Alimentar – QFA. As variáveis categóricas são apresentadas como frequências e percentuais e as variáveis contínuas, como média e desvio-padrão ou como mediana e intervalo interquartil. Resultados Observou-se índice de massa corporal médio de 27,73 ± 4,15 kg/m2, com prevalência de sobrepeso de 80% e obesidade de 8%. A média da circunferência da cintura foi de 96,60 ± 9,84 cm e a de percentual de gordura corporal, de 23,24 ± 6,44. A maior parte da amostra estudada [20 (80%] refere realizar quatro ou mais refeições por dia e 72% referiram aumento do consumo alimentar no período de abstinência. A preferência por alimentos específicos no período de abstinência foi relatada por 12 (48% pacientes. Em relação ao consumo de alimentos ultraprocessados, destaca-se o consumo diário de pão francês (68%, pães brancos de forma (16%, sucos artificiais (48%, refrigerantes (32%, queijo amarelo (36%, embutidos com alto teor de gordura (36% e balas e chicletes (32%. Conclusão Os resultados mostram prevalência elevada de sobrepeso e obesidade, além de medida de circunferência da cintura alterada, relato de aumento da ingestão alimentar e consumo diário e semanal elevado de alimentos ultraprocessados.

  1. Implicações do consumo de fibras alimentares na doença hepática gordurosa não alcoólica de adultos em programa para modificação do estilo de vidaImplicações do consumo de fibras alimentares na doença hepática gordurosa não alcoólica de adultos em programa para modificação do estilo de vida

    OpenAIRE

    Ramos, Fernanda Maria Manzini [UNESP

    2016-01-01

    A Doença hepática gordurosa não alcoólica (DHGNA) se refere ao acúmulo de gordura hepática e pode evoluir para esteatohepatite, fibrose, cirrose e hepatocarcinoma. O principal fator que leva ao acúmulo de gordura hepática é a obesidade, principalmente visceral. Para o controle da doença deve-se focar na mudança do estilo de vida com associação entre prática de exercício físico e intervenção nutricional. Esse estudo teve como objetivo avaliar o consumo adequado de fibras associado a programa s...

  2. Assessing usual dietary intake in complex sample design surveys: the National Dietary Survey Evaluación del consumo alimentario usual en investigaciones con muestras complejas: pesquisa nacional de alimentación Avaliação do consumo alimentar usual em pesquisas com amostras complexas: Inquérito Nacional de Alimentação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Washington Leite Junger

    2013-02-01

    considerando el diseño de la pesquisa y suponiendo muestra aleatoria simple. A pesar que los resultados de las estimaciones puntuales para el promedio hayan sido similares, hubo aumento de hasta 60% en los respectivos errores estándar en el muestreo complejo, comparado con el muestreo simple. De ese modo, para estimaciones validas de consumo de alimentos y de energía se deben tomar en cuenta todas las características de muestreo de las pesquisas, porque cuando estas características son descuidadas, el análisis estadístico puede producir errores estándar subestimados que pueden comprometer los resultados y conclusiones de la investigación.O objetivo do estudo foi indicar uma adaptação do método do Instituto Nacional do Câncer (INC, utilizando-se dados do Inquérito Nacional de Alimentação. Esse método estima a distribuição do consumo usual de nutrientes e alimentos e pode ser aplicado em estudos com amostra complexa. Entretanto, são necessários cálculos adicionais, tais como a replicação repetida balanceada, a fim de obter os erros padrão e intervalos de confiança para os percentis e a média da distribuição de consumo usual. A aplicação desse método foi exemplificada analisando o total de energia (kcal e frutas (g, comparando as estimativas das médias e seus respectivos erros padrão obtidos, considerando o desenho do inquérito e supondo amostra aleatória simples. Embora os resultados das estimativas pontuais para a média tenham sido similares, houve aumento de até 60% nos respectivos erros padrão na amostragem complexa, comparada à amostragem simples. Desse modo, para estimativas válidas de consumo de alimentos e de energia devem-se levar em conta todas as características de amostragem dos inquéritos, porque, quando essas características são negligenciadas, a análise estatística pode produzir erros padrão subestimados que podem comprometer os resultados e conclusões da pesquisa.

  3. Consumo de aditivos alimentares e efeitos à saúde: desafios para a saúde pública brasileira Food additive intake and health effects: public health challenges in Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Lúcia Teixeira Polônio

    2009-08-01

    Full Text Available Este estudo visa a contextualizar por meio de uma revisão sistemática da literatura, os riscos acarretados pelo consumo de aditivos alimentares. Em relação aos resultados dos estudos associando o consumo de aditivos ao aparecimento do câncer, os efeitos adversos à saúde foram observados principalmente nos estudos em que a Ingestão Diária Aceitável (IDA foi excedida. Também apontou uma carência de pesquisas sobre o transtorno do déficit de atenção e hiperatividade. Já em relação à hipersensibilidade não específica, o número de estudos foi significativo e os resultados mais consistentes quanto às manifestações clínicas de rinite, urticária e angioedema provocadas pelos aditivos, em particular pelos os corantes artificiais. As crianças aparecem como grupo vulnerável, em razão do consumo potencial de alimentos com aditivos alimentares, particularmente corantes artificiais. Os resultados indicam que estudos de consumo de aditivos alimentares deveriam servir de base para a elaboração de estratégias de vigilância alimentar e nutricional, com a finalidade de promover hábitos alimentares saudáveis.This study uses a systematic literature review to contextualize the risks associated with food additive intake. Studies comparing food additive intake and cancer showed that adverse health effects appeared when Acceptable Daily Intake (ADI was exceeded. The review also detected a lack of studies on attention deficit-hyperactivity disorder. There were more studies on non-specific hypersensitivity, highlighting such clinical manifestations as rhinitis, urticaria, and angioedema, all associated with food additives, particularly artificial colorants. Children are a vulnerable group as potential consumers of food additives, particularly artificial colorants. Studies on food additive intake should provide the basis for effective food and nutritional surveillance strategies, aiming to promote healthy eating habits.

  4. Consumo alimentar entre crianças brasileiras com idade de 6 a 59 meses Food consumption Brazilian children by 6 to 59 months of age

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gisele Ane Bortolini

    2012-09-01

    Full Text Available O objetivo foi avaliar o consumo alimentar em crianças brasileiras de 6-59 meses de idade, por região e zona de residência. Trata-se de estudo descritivo transversal com 4.322 crianças investigadas na Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde (2006/2007. Observou-se baixo consumo diário de verduras (12,7%, legumes (21,8%, carnes (24,6% e elevado consumo de refrigerantes (40,5%, alimentos fritos (39,4%, salgadinhos (39,4%, doces (37,8%, na frequência de uma a três vezes na semana. Comparando-se as regiões, as crianças residentes no Sul, Sudeste e Centro-oeste consumiram com mais frequência arroz, pão, batata, feijão, verdura de folha, legumes e carne, mas também consumiram, mais frequentemente, alimentos não recomendados para a idade, como doces e refrigerantes. Crianças da zona rural apresentaram menor consumo dos alimentos recomendados para a idade e, também, dos não recomendados, quando comparadas às crianças da zona urbana. O consumo alimentar evidenciado neste estudo não está de acordo com recomendações de alimentação saudável para crianças.The aim of this study was to assess food consumption in Brazilian children 6 to 59 months of age by region of the country and area of residence. This was a descriptive cross-sectional study of 4,322 children in the National Demographic and Health Survey (2006-2007. The data showed low daily consumption of leafy vegetables (12.7%, vegetables (21.8%, and meat (24.6% and high consumption (1-3 times a week of soft drinks (40.5%, fried foods (39.4%, salty snacks (39.4%, and sweets (37.8%. Comparing the regions of Brazil, children in the South, Southeast, and Central-West consumed more rice, bread, potatoes, beans, greens, vegetables, and meat, but they also ate more foods not recommended for their age, like sweets and soft drinks (soda. Rural children showed lower consumption of foods recommended for their age and also those not recommended for their age, as compared to their urban

  5. Relação entre o consumo alimentar e atividade física com índice de massa corporal em funcionários universitários Relationship between food intake and physical activity with body mass index in university employers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosely Sichieri

    1998-12-01

    Full Text Available Nas últimas duas décadas observou-se um importante aumento da prevalência de obesidade no Brasil, contudo não existem dados populacionais atualizados sobre ingestão de alimentos e atividades físicas, que seriam em última instância os fatores que poderiam explicar este aumento de obesidade. Estudou-se a associação entre o consumo de calorias e gordura e a prática de atividades físicas com o índice de massa corporal, em um estudo transversal com 91 funcionários universitários. O consumo alimentar foi avaliado por um questionário semi-quantitativo de freqüência de consumo de alimentos e por quatro recordatórios de 24 horas. Peso e altura foram medidos e calculou-se o índice de massa corporal por meio da relação peso/altura em kg/m². As atividades físicas desenvolvidas no trabalho, no lazer e no deslocamento para o trabalho e/ou escola no mês que antecedeu a pesquisa foram investigadas através de questionário. Estimou-se o gasto energético associado às atividades físicas, através de equações propostas pela Organização Mundial da Saúde. Em análise linear multivariada associaram-se positivamente ao índice de massa corporal a idade (p=0,02, pertencer ao grupo de funcionários de nível médio e de apoio, comparados aos professores (p=0,004 e ser do sexo feminino (p=0,04. Ainda, nesta análise, um aumento de 500 calorias no gasto energético estimado equivaleu a uma redução de aproximadamente 2kg no peso de um indivíduo com 1,60m (p=0,008. Para os dois métodos usados para avaliação de consumo, a ingestão de calorias e de gordura associaram-se, significativamente, com o índice de massa corporal (pObesity has been increasing in Brazil in the last two decades, but there are no recent population data on dietary intake and physical activity, the two major components of body weight gain. The association of food intake (calorie and fat and energy expenditure with body mass index (BMI was studied in 91 university

  6. Consumo de aditivos alimentares e efeitos à saúde: desafios para a saúde pública brasileira Food additive intake and health effects: public health challenges in Brazil

    OpenAIRE

    Maria Lúcia Teixeira Polônio; Frederico Peres

    2009-01-01

    Este estudo visa a contextualizar por meio de uma revisão sistemática da literatura, os riscos acarretados pelo consumo de aditivos alimentares. Em relação aos resultados dos estudos associando o consumo de aditivos ao aparecimento do câncer, os efeitos adversos à saúde foram observados principalmente nos estudos em que a Ingestão Diária Aceitável (IDA) foi excedida. Também apontou uma carência de pesquisas sobre o transtorno do déficit de atenção e hiperatividade. Já em relação à hipersensib...

  7. Ingestão de cálcio e ferro alimentar por idosos residentes em instituições geriátricas de Fortaleza, CE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tarciana Nobre de Menezes

    2005-12-01

    Full Text Available Foi avaliada a ingestão alimentar de cálcio e ferro de 152 idosos de ambos os sexos, residentes em instituições geriátricas da cidade de Fortaleza, Ceará. Utilizou-se o método da pesagem direta dos alimentos com posterior pesagem do(s resto(s para obter o consumo alimentar. Os resultados indicaram que, quanto ao cálcio, 93% dos idosos apresentaram ingestão alimentar inadequada. Quanto ao ferro, verificou-se que 72% dos homens e 41% das mulheres apresentaram ingestão acima do recomendado. No entanto, 12% das mulheres apresentaram consumo insuficiente de ferro alimentar. De acordo com estes resultados, conclui-se que esta população apresenta risco nutricional para osteoporose, considerando a elevada proporção de indivíduos com consumo inadequado de cálcio, bem como para anemia ferropriva, especialmente no caso das mulheres. Assim, tornam-se necessárias intervenções no sentido de prevenir ou corrigir estas deficiências

  8. Relação entre o consumo alimentar e atividade física com índice de massa corporal em funcionários universitários Relationship between food intake and physical activity with body mass index in university employers

    OpenAIRE

    Rosely Sichieri; Rosângela Alves Pereira; Vânia Maria Ramos de Marins; Rita de Cássia Perrelli; Maria Auxiliadora Santa Cruz Coelho; Maria Del Carmen Molina

    1998-01-01

    Nas últimas duas décadas observou-se um importante aumento da prevalência de obesidade no Brasil, contudo não existem dados populacionais atualizados sobre ingestão de alimentos e atividades físicas, que seriam em última instância os fatores que poderiam explicar este aumento de obesidade. Estudou-se a associação entre o consumo de calorias e gordura e a prática de atividades físicas com o índice de massa corporal, em um estudo transversal com 91 funcionários universitários. O consumo aliment...

  9. Comportamento alimentar em mulheres portadoras de diabetes tipo 2

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Siqueira Péres

    2006-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Conhecer os pensamentos, sentimentos e comportamentos em relação à dieta de mulheres portadoras de diabetes tipo 2. MÉTODOS: Trata-se de um estudo descritivo exploratório, de natureza qualitativa. Foram entrevistadas oito mulheres portadoras de diabetes tipo 2 em uma Unidade Básica de Saúde do município de Ribeirão Preto, SP, em janeiro de 2003. Foi utilizada entrevista semi-estruturada para a coleta dos dados. O referencial teórico adotado foi a teoria das representações sociais. Os registros audiogravados e transcritos foram submetidos à análise temática de conteúdo. RESULTADOS: Os resultados evidenciaram dificuldade no seguimento da dieta prescrita, em função dos diversos significados associados, tais como a perda do prazer de comer e beber, da autonomia e da liberdade para se alimentar. Assim, seguir a dieta adquire caráter extremamente aversivo e cerceador, tendo representação de que realizá-la traz prejuízos à saúde. A freqüente ausência de sintomas foi citada como um dos aspectos que dificultam o seguimento da dieta. Outra dificuldade foi tocar, olhar e manipular os alimentos durante o seu preparo e não poder ingeri-los. Os alimentos doces despontaram como algo extremamente desejado. Transgressão e desejo alimentar estão igualmente presentes na vida das pessoas entrevistadas. Seguir o padrão dietético recomendado elicia tristeza, e o ato de comer, muitas vezes, vem acompanhado de medo, culpa e revolta. CONCLUSÕES: O comportamento alimentar da mulher portadora de diabetes tipo 2 é bastante complexo e precisa ser compreendido à luz dos aspectos psicológicos, biológicos, sociais, culturais, psicológicos e econômicos para maior eficácia das intervenções educativas.

  10. Comportamento alimentar em mulheres portadoras de diabetes tipo 2

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Péres Denise Siqueira

    2006-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Conhecer os pensamentos, sentimentos e comportamentos em relação à dieta de mulheres portadoras de diabetes tipo 2. MÉTODOS: Trata-se de um estudo descritivo exploratório, de natureza qualitativa. Foram entrevistadas oito mulheres portadoras de diabetes tipo 2 em uma Unidade Básica de Saúde do município de Ribeirão Preto, SP, em janeiro de 2003. Foi utilizada entrevista semi-estruturada para a coleta dos dados. O referencial teórico adotado foi a teoria das representações sociais. Os registros audiogravados e transcritos foram submetidos à análise temática de conteúdo. RESULTADOS: Os resultados evidenciaram dificuldade no seguimento da dieta prescrita, em função dos diversos significados associados, tais como a perda do prazer de comer e beber, da autonomia e da liberdade para se alimentar. Assim, seguir a dieta adquire caráter extremamente aversivo e cerceador, tendo representação de que realizá-la traz prejuízos à saúde. A freqüente ausência de sintomas foi citada como um dos aspectos que dificultam o seguimento da dieta. Outra dificuldade foi tocar, olhar e manipular os alimentos durante o seu preparo e não poder ingeri-los. Os alimentos doces despontaram como algo extremamente desejado. Transgressão e desejo alimentar estão igualmente presentes na vida das pessoas entrevistadas. Seguir o padrão dietético recomendado elicia tristeza, e o ato de comer, muitas vezes, vem acompanhado de medo, culpa e revolta. CONCLUSÕES: O comportamento alimentar da mulher portadora de diabetes tipo 2 é bastante complexo e precisa ser compreendido à luz dos aspectos psicológicos, biológicos, sociais, culturais, psicológicos e econômicos para maior eficácia das intervenções educativas.

  11. Transtornos alimentares em escolares Eating disorders in school children

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João E. M Vilela

    2004-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Este trabalho investiga a freqüência de possíveis transtornos da alimentação e comportamentos alimentares inadequados em crianças e adolescentes de seis cidades do interior de Minas Gerais, uma vez que a maioria dos autores afirma uma prevalência maior em países desenvolvidos. MÉTODOS: Este é um estudo transversal onde foram aplicadas as auto-escalas BITE (Teste de Investigação Bulímica de Edinburgh, EAT (Teste de Atitudes Alimentares e Teste de Imagem Corporal em 1.807 estudantes de escolas públicas do Ensino Fundamental e Médio, com idade entre 7 e 19 anos. RESULTADOS: De acordo com a auto-escala EAT, 241 alunos (13,3% apresentaram possíveis transtornos de alimentação, com predominância significativa do sexo feminino. E, segundo a auto-escala BITE, 19 estudantes (1,1% apresentaram um escore compatível com bulimia nervosa. Encontramos 1.059 alunos (59% insatisfeitos com sua imagem corporal, 731 alunos (40% em uso de dieta para emagrecer e 1.014 alunos (56% que praticavam atividade física com a finalidade de perder peso. Os episódios bulímicos foram encontrados em 218 alunos (12%, e 175 alunos (10% utilizavam métodos purgativos para perder peso. CONCLUSÕES: Este estudo mostra uma alta prevalência de possíveis transtornos alimentares na população estudada, assim como comportamentos alimentares inadequados, principalmente em adolescentes do sexo feminino. Os resultados são semelhantes aos encontrados nos países considerados desenvolvidos. Concluímos que esses achados são relevantes para a clínica da criança e do adolescente e que podem proporcionar futuros trabalhos onde poderemos compreender melhor os possíveis fatores de risco para esses transtornos da alimentação.OBJECTIVE: To determine the prevalence of possible eating disorders and inappropriate eating behaviors in school children from six municipalities in the state of Minas Gerais, Brazil. METHODS: Cross-sectional study. The Bulimic

  12. Personalidade e coping em pacientes com transtornos alimentares e obesidade

    National Research Council Canada - National Science Library

    Tomaz, Renata; Zanini, Daniela S

    2009-01-01

    ... (60 com diagnostico de transtorno alimentar ou obesidade e 49 da populacao geral). Os instrumentos foram uma escala de tracos de personalidade, Coping Response Inventory e Escala de Atitudes Alimentares (EAT...

  13. Proposta metodológica para o módulo de consumo alimentar pessoal na pesquisa brasileira de orçamentos familiares Methodological proposal for the individual food intake module of the Brazilian household budget survey

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edna Massae Yokoo

    2008-12-01

    Full Text Available As alterações que vêm ocorrendo no cenário epidemiológico brasileiro, nas últimas décadas, resultam de profundas modificações sociais e econômicas que incluem, entre outros aspectos, mudanças nos hábitos de alimentação. No Brasil, o único estudo que investigou o consumo alimentar da família com abrangência nacional foi o Estudo Nacional sobre Despesa Familiar, em 1974-1975. Embora sejam de utilidade incontestável, estudos nacionais de consumo alimentar são onerosos e poucos países conseguem desenvolvê-los regularmente. Por outro lado, as pesquisas de orçamentos familiares são importantes fontes de dados de disponibilidade de alimentos no domicílio, a qual é inferida a partir do registro da compra de produtos alimentícios. As recentes modificações nos hábitos de consumo, particularmente, a realização de refeições fora do domicílio constituem limitações para a utilização de dados das pesquisas brasileira de orçamentos familiares como estimativa do consumo alimentar. Assim, o governo brasileiro propôs que a próxima pesquisa de orçamento familiar, a ser desenvolvida em 2008-2009, incluísse um módulo de consumo alimentar individual. As informações sobre o consumo dietético individual serão utilizadas para completar os dados sobre compra de alimentos. O objetivo deste trabalho é relatar a construção e o desenvolvimento da metodologia a ser utilizada no módulo de consumo alimentar individual da pesquisa de orçamento familiar 2008-2009. Os dados a serem obtidos serão combinados com as informações de disponibilidade de alimentos no domicílio para estimar o consumo alimentar usual individual.The changes that have been happening in the Brazilian epidemiological scenario in the last decades result from deep social and economic modifications that include, among other things, changes in dietary habits. In Brazil, the only study that investigated family food consumption nationally was the National Family

  14. Consumo e fermentação ruminal de proteínas em função de suplementação alimentar energética e protéica em novilhos Feed intake and ruminal fermentation of proteins as a function of energetic and proteic food supplementation of steers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Natália Guarino Souza Barbosa

    2001-10-01

    Full Text Available Objetivou-se analisar o efeito de suplementação energética sobre o consumo e a fermentação ruminal de proteínas em dois níveis de proteína dietética (6 e 20%. Quatro novilhos mestiços fistulados no rúmen foram utilizados em um quadrado latino e os tratamentos arranjados em um fatorial 2 × 2, em que as dietas testadas constituíram-se de: A. só feno; B. feno + 2,8 kg de farelo de soja; C. feno + 2,8 kg de fubá de milho; e D. feno + 2,8 kg de farelo de soja + 2,8 kg de fubá de milho. Foram realizados quatro períodos experimentais constituídos de 18 dias, sendo sete dias para adaptação dos animais, sete dias para determinação do consumo de matéria seca e quatro dias para coleta de amostras. As coletas foram feitas através de fístula ruminal nos tempos zero, dois, quatro e seis horas após a alimentação, sendo utilizadas para determinações das concentrações de amônia, pH e AGV do líquido ruminal. Não houve interações entre o fubá de milho e o farelo de soja, assim como não ocorreu efeito do tempo de coleta sobre os parâmetros estudados. O farelo de soja reduziu a relação acetato:propionato (A:P em 13%, aumentou o consumo de matéria seca total (CMSt em 41,2%, sem alterar o consumo de forragem e o pH, e aumentou as concentrações de amônia (790%, propionato (48%, AGV total (39%, isobutirato (165%, isovalerato (208% e valerato (201%. O fubá de milho não afetou a fermentação de proteína, embora tenha causado aumento no CMSt (35% e decréscimo no pH ruminal (6% e na relação A:P (18%.The objective was to evaluate the effect of energetic supplementation on feed intake and ruminal fermentation of proteins in two protein levels in the diet (6 and 20%. There were used four rumen fistulated crossbred steers in a Latim square and the treatments were arranjed in a 2 × 2 factorial, in which the combinations were: A. only hay; B. hay + 2.8 kg of soybean meal; C. hay + 2.8 kg of corn meal; and D. hay + 2.8 kg of

  15. Interação entre consumo alimentar e polimorfismos da GSTM1 e GSTT1 no risco para o câncer de cabeça e pescoço: estudo caso-controle em São Paulo, Brasil Interaction between dietary intake and GSTM1 and GSTT1 polymorphisms in head and neck cancer risk: a case-control study in São Paulo, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dirce Maria Lobo Marchioni

    2011-02-01

    Full Text Available O objetivo foi investigar a interação entre fatores dietéticos e polimorfismos de enzimas de metabolização de xenobióticos (GSTM1 e GSTT1 associadas ao câncer de cabeça e pescoço em um estudo caso controle de base hospitalar, no Município de São Paulo, Brasil. Participaram 103 casos incidentes, histologicamente confirmados, e 101 controles. O consumo alimentar foi obtido por um questionário de frequência alimentar validado. Os polimorfismos GSTM1 e GSTT1 foram avaliados pelo método PCR. Observou-se aumento de risco no mais alto tercil de consumo de carne bovina na presença do alelo nulo da GSTM1 (OR = 10,79; IC95%: 2,17-53,64 e GSTT1 (OR = 3,41; IC95%: 0,43-27,21. Considerando-se a razão entre alimentos de origem animal e vegetal, verificou-se para o tercil intermediário a OR = 2,02 (IC95%: 0,24-16,0 e no tercil superior OR = 3,23 (IC95%: 0,40-25,92. Os resultados apontam para uma possível interação entre o consumo de carne e variantes polimórficas dos genes GSTM1 e GSTT1 na modulação do risco para o câncer de cabeça e pescoço, influenciados pelo consumo de alimentos de origem vegetal.A hospital-based case-control study was conducted to investigate the potential interaction between dietary factors and polymorphisms in phase II metabolic enzymes GSTM1 and GSTT1, associated with head and neck cancer risk. The study included 103 histologically confirmed incident cases and 101 controls. Food intake was estimated with a validated food frequency questionnaire. The gene polymorphisms were evaluated by PCR. Increased risk was observed in the highest tertile of beef consumption in the presence of the GSTM1 (OR = 10.79; 95%CI: 2.17-53.64 and GSTT1 null alleles (OR = 3.41; 95%CI: 0.43-27.21. Assessment of dietary intake considering the ratio between animal product and vegetable consumption showed OR = 2.35 (95%CI: 0.27-19.85 in the intermediate tertile and OR = 3.36 (95%CI: 0.41-27.03 in the highest tertile. The results suggest a

  16. Consumo alimentar e condições de trabalho no corte manual de cana de açúcar no estado de São Paulo1

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Verônica Gronau Luz

    2014-12-01

    Full Text Available Objetivo Descrever as condições de trabalho e aspectos relacionados à alimentação do trabalhador no corte manual de cana para contribuir para desenvolver políticas públicas de vigilância e atenção integral em Saúde do Trabalhador. Métodos Foram utilizados a observação direta do trabalho no campo em colheita no estado de São Paulo e aplicado questionário semi-estruturado a um grupo de 40 cortadores manuais de cana migrantes procedentes do estado do Ceará, durante 15 dias da safra 2007/2008. Aspectos sócio-demográficos, consumo de água, reposição eletrolítica, alimentação e aspectos culturais, pausas, dores e a jornada de trabalho foram registrados. Resultados Os trabalhadores ingerem de 5 a 10 litros de água/dia e a diluição dos repositores eletrolíticos foi inferior à adequada. A alimentação durante a safra não garantia a segurança alimentar e nutricional. A alimentação foi monótona, conservada e consumida em temperatura inadequada, e incompatível com os hábitos culturais, gerando desperdício e redução do consumo alimentar. Os trabalhadores relataram dores e câimbras no decorrer da jornada. As pausas para descanso foram insuficientes. O pagamento pela quantidade de produção, o processo de trabalho e as práticas de pagamento foram considerados determinantes da situação de precariedade ampla a que estes trabalhadores estavam submetidos. O trabalho no corte manual de cana é extenuante e o pagamento por produção pode ser um agravante para a saúde, pois implica na redução das pausas para descanso. A alimentação e hidratação corretas poderiam minimizar o desgaste e as dores durante o trabalho.

  17. Influência do consumo alimentar na gestação sobre a retenção de peso pós-parto

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Paula Bortoletto Martins

    2011-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a influência da alimentação durante a gestação sobre a retenção de peso pós-parto. MÉTODOS: Foram acompanhadas 82 gestantes adultas e saudáveis que iniciaram o pré-natal em serviço público de saúde no Município de São Paulo, SP, entre abril e junho de 2005. As medidas de peso e estatura foram aferidas na primeira entrevista (até 16 semanas de gestação e a medida de peso foi repetida em visita domiciliar 15 dias após o parto. O Recordatório de 24 horas foi usado para avaliar o consumo alimentar e foi aplicado nos três trimestres da gestação. Foi calculado o consumo médio de gordura saturada, fibras, açúcar adicionado, refrigerantes, alimentos processados, frutas, verduras e legumes, e a densidade energética da dieta. A retenção de peso foi obtida pela diferença entre a medida de peso pós-parto e a primeira medida realizada. A influência da alimentação sobre a retenção de peso pós-parto foi avaliada por meio de análise de regressão linear múltipla e foi realizado o teste para tendência linear. As variáveis utilizadas para ajuste do modelo foram: índice de massa corporal no início da gestação, estatura, renda familiar per capita, tabagismo, idade e escolaridade. RESULTADOS: O índice de massa corporal inicial médio foi de 24 kg/m² e a retenção média de peso foi de 1,9 kg. O aumento do consumo de gordura saturada (p = 0,005 e alimentos processados (p = 0,014 elevou de forma significativa a retenção de peso pós-parto, após ajuste pelas variáveis de controle. As demais variáveis de consumo alimentar não apresentaram relação significativa com a variável desfecho. CONCLUSÕES: O maior consumo de alimentos não saudáveis, como alimentos processados, e de gordura saturada influencia a elevação da retenção de peso pós-parto.

  18. Hábitos alimentares entre funcionários de banco estatal: padrão de consumo alimentar Eating habits among employees of a state-owned bank: food consumption profile

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria de Jesus Mendes da Fonseca

    1999-01-01

    Full Text Available Com o objetivo de identificar as condições de saúde dos funcionários de um banco estatal, no Estado do Rio de Janeiro, realizou-se estudo seccional em dois setores do banco, através de amostragem sistemática. Entre as condições de saúde, o perfil dos hábitos alimentares foi investigado mediante questionário de freqüência de consumo de grupos de alimentos, analisado por meio de medida-resumo (escore alimentar. Embora a maior parte da população apresente bons hábitos alimentares, os resultados confirmaram grande diferença entre os sexos: cerca de 60% dos homens apresentaram escores maiores do que a média da população (51,2, comparados a 45% das mulheres. Além disso, foi possível verificar que os homens, principalmente os mais jovens, consomem maior quantidade de alimentos com gordura saturada, sal ou açúcar, quando comparados às mulheres. Os achados indicam que a qualidade da dieta junto a outros hábitos e comportamentos, como tabagismo e sedentarismo, devem fazer parte de programas de promoção da saúde no ambiente de trabalho, visando controlar as doenças cardiovasculares e outros agravos.In order to investigate the health conditions of current employees in a government-owned bank in the State of Rio de Janeiro, we performed a cross-sectional study in two departments where systematic sampling was applied. Among the health conditions, we focused on the employees' eating habit profile using a questionnaire on frequency of food group consumption analyzed through a summary measure (eating score. Although the majority of the study population display good eating habits, the results confirmed a major difference between genders. Some 60% of men had scores higher than the population mean (51.2, as compared to only 45% of women. In addition, we observed that men, and particularly younger men, consumed more foodstuffs that were rich in saturated fat, salt, and sugar as compared to women. The findings indicate that quality of

  19. AVALIAÇÃO DO RISCO DE DESENVOLVIMENTO DE TRANSTORNOS ALIMENTARES EM ALUNAS DO ENSINO MÉDIO DE ESCOLAS PARTICULARES, ARACAJU - SE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    MARIA DE FáTIMA MELO SILVEIRA

    2009-09-01

    Full Text Available

    Os transtornos alimentares são quadros psiquiátricos caracterizados por uma grave perturbação do comportamento alimentar, sendo a Anorexia e Bulimia Nervosa os dois tipos principais, os quais afetam principalmente adolescentes femininas e adultas jovens. O objetivo do trabalho foi avaliar o risco de alunas do ensino médio em escolas particulares de Aracaju-SE de desenvolverem transtornos alimentares dos tipos Anorexia e Bulimia Nervosa. Utilizou-se um questionário autopreenchível (com validação primária em 320 alunas, de 14 a 18 anos de idade, que aceitaram responder às questões sobre comportamento alimentar, imagem corporal, entre outras. O risco de desenvolvimento de transtornos alimentares na população avaliada foi evidenciado por determinadas manifestações, como a prática de dietas (39,0%, uso de medicamentos para emagrecer (10,8%, consumo compulsivo excessivo de alimentos (40,7% e eventos bulímicos (7,8%. Tendo em vista que a insatisfação corporal é um dos fatores principais que modulam a gênese dos distúrbios alimentares, o desgosto pelo próprio corpo (40,3%, apresentado pelas alunas analisadas, revelou a possibilidade de desenvolverem Anorexia e Bulimia Nervosa. Os resultados indicam a substancial necessidade de prevenção desses transtornos por meio de folderes e palestras, além da capacitação de profissionais da saúde e professores de ensino médio para a detecção do problema.

  20. Transtornos alimentares em homens abstinentes de substâncias psicoativas em tratamento ambulatorial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cássia Medino Soares

    2017-01-01

    importante que sejam promovidas novas estratégias terapêuticas para o melhor atendimento nutricional dos indivíduos em abstinência.   Palavras-chave: Transtornos por Uso de Substância Psicoativa; Síndrome de Abstinência a Substâncias; Transtorno da Compulsão Alimentar; Transtornos Relacionados ao Uso de Cocaína; Dopaminérgicos; Alcoolismo, Obesidade.

  1. Padrão alimentar, asma e sibilo atópico e não atópico em crianças e adolescentes: estudo SCAALA, Salvador, Bahia, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silvana D'Innocenzo

    2014-09-01

    Full Text Available Avaliou-se, em estudo transversal, a influência do padrão alimentar sobre a ocorrência de sibilo e asma atópica e não atópica em 1.168 crianças e adolescentes em Salvador, Bahia, Brasil. Sibilo e sintomas de asma nos últimos 12 meses foram obtidos por meio do questionário ISAAC. Atopia foi definida pela presença de IgE específica a aerolérgenos. Questionário de frequência alimentar foi usado para definir padrões alimentares. Empregou-se regressões logística e logística politômica multivariadas. O consumo de pescados reduziu a ocorrência de sibilo em 27% (IC95%: 0,56-0,94 e asma em 37% (IC95%: 0,47-0,83; asma não atópica em 51% (IC95%: 0,31-0,79 e sibilo não atópico em 38% (IC95%: 0,46-0,83. O maior tercil do padrão alimentar reduziu o sibilo em 27% (IC95%: 0,57-0,95, sibilo atópico em 46% (IC95%: 0,30-0,98, asma em 36% (IC95%: 0,49-0,83 e asma atópica em 50% (IC95%: 0,28-0,89. O consumo de pescados pode conferir efeito protetor para sibilo e asma não atópica e o padrão alimentar para sibilo e asma atópica.

  2. Consumo alimentar de crianças com base 4 na pirâmide alimentar brasileira infantil Food intake by children based on the Brazilian food guide pyramid for young children

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roseane Moreira Sampaio Barbosa

    2005-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Este estudo tem como objetivo comparar o consumo alimentar durante a semana com o do final de semana de vinte crianças de uma creche filantrópica, com base na pirâmide alimentar de crianças brasileiras de dois e três anos, proposta por Philippi. MÉTODOS: A avaliação sociodemográfica foi realizada por meio das variáveis: renda mensal familiar, escolaridade, condições de moradia e saneamento básico. Para a avaliação dietética foram utilizados os métodos de pesagem direta de alimentos (na creche e registro alimentar (na residência após três meses de freqüência da criança na creche. Os alimentos e preparações consumidos pelas crianças durante a semana e no final de semana foram transformados em porções em função dos oito grupos de alimentos correspondentes, conforme recomendado por Philippi. Posteriormente, compararam-se as médias das porções consumidas no final de semana com o consumo semanal de cada grupo de alimentos, utilizando o teste "t" de Student para verificar significância estatística entre os grupos, considerando o nível de significância de 5%. RESULTADOS: Observou-se uma diferença significativa (pOBJECTIVE: The objective of this study was to compare the food consumption during the week of twenty children at a nonprofit day care center, with that consumed at the weekend, based on the Brazilian Food Guide Pyramid for two to three year old children proposed by Philippi. METHODS: The social demographic evaluation was based on the following variables: income, educational level, housing and sanitation conditions. The food intake was measured by direct weighing of the food (in the day care center and registry of the food consumed (at home, after three months attendance of the child at the day care center. The food and meals consumed by the children during the week and at the weekend were transformed into portions based on the eight corresponding food groups, according to Philippi. The average

  3. Desempenho, comportamento e composição corporal de touros da raça nelore classificados pelo consumo alimentar residual

    OpenAIRE

    Almeida, Thiago Santos

    2014-01-01

    O consumo alimentar residual é uma medida de eficiência alimentar que independe do ganho de peso e do peso adulto. Com isso pode-se selecionar animais eficientes sem comprometer o tamanho à maturidade dos animais. Diante da necessidade de compreensão dos fatores que influenciam a variabilidade de eficiência da utilização de alimentos pelos bovinos, objetivou-se avaliar o desempenho, o comportamento e a estimativa da composição corporal de bovinos Bos Indicus. Foram utiliza...

  4. Avaliação antropométrica e consumo alimentar em crianças menores de cinco anos residentes em um município da região do semiárido nordestino com cobertura parcial do programa bolsa família Anthropometric assessment and food intake of children younger than 5 years of age from a city in the semi-arid area of the Northeastern region of Brazil partially covered by the bolsa família program

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silvia Regina Dias Médici Saldiva

    2010-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar as condições de saúde e nutrição de crianças menores de cinco anos, e associar a qualidade do consumo alimentar aos beneficiários do Programa Bolsa Família de um município do semiárido brasileiro. MÉTODOS: Foram avaliadas 189 crianças, a partir de uma amostragem de 411 domicílios do município de João Câmara (RN. Foram realizadas medidas de peso e altura, e levantadas às condições socioeconômicas e determinação dos hábitos alimentares. Para o diagnóstico nutricional das crianças foram utilizados os indicadores Peso/Idade, Altura/Idade e Peso/Altura. Análises univariadas foram realizadas e modelos bivariados e multivariados de regressão logística foram construídos para testar a hipótese do estudo. RESULTADOS: O déficit de peso foi de 4,3% e o de altura de 9,9%, e o excesso de peso de 14,0%. Não foram encontradas diferenças estatísticas entre o estado nutricional de crianças beneficiárias e não beneficiárias do Programa Bolsa Família. Em ambos os grupos, os consumos de frutas, verduras e legumes foram baixos e semelhantes entre si. As crianças do programa bolsa família têm risco três vezes maior de consumir guloseimas (OR 3,06 - IC 1,35-6,95. CONCLUSÃO: Os resultados do padrão de consumo alimentar dessa população apontam para uma situação de "risco alimentar e nutricional", e exigem uma intervenção por parte dos profissionais de saúde para a promoção da alimentação saudável.OBJECTIVE: The objective of this study was to assess the health and nutritional status of children under five years of age and to associate the quality of the foods consumed with the Bolsa Família Program in a city located in the Brazilian semi-arid region. METHOD: A total of 189 children from a sample of 411 households in the city of João Câmara (RN were assessed. Weight and height were measured and socioeconomic and food habits were determined with the use of questionnaires. The nutritional status of

  5. Consumo alimentar e perfil antropométrico de tenistas amadores e profissionais Food intake and anthropometric profile of amateur and professionals tennis players

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rodrigo Vitasovic Gomes

    2009-12-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: O perfil antropométrico e o consumo alimentar exercem grande influência no desempenho esportivo; entretanto, essas informações sobre tenistas brasileiros ainda são escassas. OBJETIVO: Descrever e comparar o consumo alimentar e o perfil antropométrico de tenistas amadores (AM e profissionais (PRO. MÉTODOS: Foram avaliados 24 tenistas, com a seguinte distribuição: profissionais (PRO; n = 9 e amadores (AM; n = 15. Os atletas foram avaliados quanto a variáveis antropométricas (peso, estatura, circunferências e dobras cutâneas e a composição corporal foi estimada por três diferentes protocolos. As dietas foram avaliadas a partir de três diários alimentares. RESULTADOS: Não houve diferença significativa no perfil antropométrico dos atletas PRO em relação aos AM (peso: 69,5 ± 9,8kg e 66,0 ± 5,0kg; estatura: 177,9 ± 4,3cm e 175,6 ± 2,7cm, IMC: 23,5 ± 1,4kg/m² e 22,6 ± 0,8kg/m² e gordura corporal: 13,0 ± 5,5% e 13,7 ± 2,4%, respectivamente. Observou-se significativo déficit energético entre a estimativa da necessidade energética e a ingestão energética relatada. O consumo de carboidratos apresentou-se no limite mínimo sugerido (AM: 6,3 ± 0,5g/kg/dia e PRO: 6,5 ± 0,7g/kg/dia, enquanto a ingestão de proteínas mostrou-se superior às recomendações disponíveis na literatura (AM: 2,4 ± 0,2g/kg/dia e PRO: 2,3 ± 0,3g/kg/dia. Com relação aos minerais, a principal preocupação foi a baixa ingestão de cálcio (AM: 798,1 ± 786,3mg/dia e PRO: 766,9 ± 602,4mg/dia. CONCLUSÃO: Não foram observadas diferenças significativas no perfil antropométrico e no consumo alimentar entre os atletas AM e PRO. Os desvios observados no consumo alimentar reforçam a necessidade de orientação/planejamento nutricional, a fim de atender às demandas específicas da modalidade, visando maximizar o desempenho.The anthropometric profile and food intake play a key role in sports performance; however, there is little

  6. Obesidade, práticas alimentares e conhecimentos de nutrição em escolares

    OpenAIRE

    Triches,Rozane Márcia; Giugliani,Elsa Regina Justo

    2005-01-01

    OBJETIVO: Avaliar a associação da obesidade com as práticas alimentares e conhecimentos de nutrição em escolares. MÉTODOS: Peso e estatura foram medidos em 573 crianças de todas as escolas municipais de Dois Irmãos e Morro Reuter, RS. Obesidade foi definida como índice de massa corporal acima do percentil 95, tendo como referência os dados do National Center for Health Statistics. Práticas alimentares e conhecimentos em nutrição foram avaliados por questionário auto-aplicado aos escolares. Fo...

  7. O consumo alimentar de gestantes adolescentes no Município do Rio de Janeiro Food consumption by pregnant adolescents in Rio de Janeiro, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Cavalcante de Barros

    2004-01-01

    Full Text Available O crescimento da gravidez na adolescência é visto com preocupação pela área de saúde pública. O consumo de alimentos que atendam a alta demanda de nutrientes durante a gestação tem sido identificado como um componente relevante. O objetivo do estudo foi conhecer o consumo habitual dos alimentos e de energia e nutrientes entre gestantes adolescentes. Foram entrevistadas 1.180 mães adolescentes em maternidades do Município de Rio de Janeiro e aplicado um Questionário de Freqüência de Consumo Alimentar semiquantitativo simplificado. Os alimentos referidos por pelo menos 50% delas foram arroz, açúcar, manteiga, pão, feijão, leite, refrigerante, sucos, legumes e laranja. Observa-se um menor consumo de sucos, legumes e frutas entre as menores de 15 anos. No primeiro quartil de consumo, a ingestão mínima recomendada de energia, ferro, folato, vitamina C e cálcio não foi alcançada. Encontrou-se uma associação inversa entre o número de pessoas no domicílio e o consumo de energia e nutrientes. O relato de informação sobre alimentação no pré-natal e a informação de mudança de alimentação durante a gravidez esteve associado a um melhor consumo de energia e nutrientes. A atenção pré-natal mostrou-se como um cuidado fundamental para melhores resultados na gestação.The increase in teenage pregnancy has been viewed with concern by public health experts. Food consumption to help maintain high nutrient demands has been identified as one of the most relevant components. This study aims to present the habitual consumption of food and energy-specific nutrients by pregnant adolescents. A total of 1,180 adolescent mothers were interviewed in maternity hospitals in the City of Rio de Janeiro, and a simplified questionnaire on semi-quantitative frequency of food consumption was applied. Lower consumption of fruit juice, vegetables, and fruits was observed among adolescent mothers over 15. Adolescent mothers classified in the

  8. CONSUMO CONSCIENTE, VALOR E LEALDADE EM PRODUTOS ECOLOGICAMENTE CORRETOS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Deonir De Toni

    2012-12-01

    Full Text Available RESUMO O consumo consciente vem sendo apontado como uma alternativa para a preservação econômica e social de nosso planeta. O consumo consciente pode ser caracterizado a partir de quatro dimensões: consciência ecológica, economia de recursos, reciclagem e frugalidade ou planejamento. Assim, quanto mais consciente o consumidor, maior sua percepção de valor (qualidade e benefícios percebido com relação aos produtos ecologicamente corretos. O valor para o consumidor afeta positivamente a lealdade (lealdade verde. A relação entre as quatro dimensões do consumo consciente e o valor percebido e a relação entre valor para o cliente e a lealdade são mais fortes em situações de consumo de maior envolvimento. Tendo em vista estas relações, este estudo tem por objetivo propor um framework teórico que relaciona as dimensões do consumo consciente, o valor percebido em produtos ecologicamente corretos, a lealdade e o envolvimento, como formas de melhor  entender a estrutura do comportamento do consumidor consciente.Palavras-chave: dimensões do consumo consciente, produtos ecologicamente corretos, valor percebido, envolvimento, lealdade verde

  9. Perfil antropométrico e consumo alimentar de adolescentes de Teixeira de Freitas - Bahia Anthropometric profile and food intake of adolescents in Teixeira de Freitas - Bahia, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jailda Silva Santos

    2005-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever o perfil antropométrico e o consumo alimentar de adolescentes das escolas públicas de um município do Estado da Bahia. MÉTODOS: Estudo de corte transversal realizado com amostra aleatória por conglomerado de 354 alunos, dos 1.678 adolescentes de dezessete a dezenove anos matriculados nas 23 escolas elegíveis do município. Foram coletados dados sobre freqüência de consumo alimentar qualitativo e indicadores antropométricos, como o índice de massa corporal; pregas cutâneas triciptal e subescapular e o indicador altura/idade, segundo a Organização Mundial da Saúde. Realizou-se análise bivariada e estratificada, sendo a significância estatística verificada pelo qui-quadrado e teste exato de Fischer, com nível crítico de 5%. RESULTADOS: A análise antropométrica evidenciou maior prevalência de sobrepeso e obesidade (5,1% no sexo feminino e de magreza no masculino (6,4%; o déficit de crescimento foi observado em 25,0% dos adolescentes, sendo 15,0% de leve a moderado e 10,0% grave. Evidenciou-se também consumo habitual de arroz, feijão, farinha de mandioca, pão francês, manteiga, margarina, açúcar e café, sendo baixo o consumo de produtos lácteos, frutas, legumes e hortaliças; 96,6% dos adolescentes realizavam mais de três refeições diárias e mais de 80,0% alimentavam-se no domicílio. CONCLUSÃO: Os resultados apontam a necessidade de implementação de estratégias de prevenção dos problemas nutricionais por meio de uma alimentação e um estilo de vida saudáveis, assim como de estudos sobre os possíveis fatores comprometedores do crescimento dos adolescentes.OBJECTIVE: The objective was to describe the anthropometric profile and food intake in adolescents from public schools in a municipality of Bahia, Brazil. METHODS: A cross-sectional experimental design was employed with a random conglomerate sample of 354 adolescents, 17 to 19 years old, from a total of 1.678 students enrolled in 23

  10. Avaliação dos marcadores de consumo alimentar do VIGITEL (2007-2009 Evaluation of food intake markers in the Brazilian surveillance system for chronic diseases - VIGITEL (2007-2009

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Amanda de Moura Souza

    2011-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar as questões marcadoras de consumo alimentar do Sistema Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico e sua evolução temporal. MÉTODOS: Foram avaliados 135.249 indivíduos de 27 cidades brasileiras, entrevistados nos anos de 2007 - 2009. Os marcadores de consumo alimentar foram descritos a partir da frequência de consumo de frutas, hortaliças, feijão, leite integral e desnatado, refrigerante normal e diet/light, e consumo de gordura aparente das carnes e a pele do frango. Avaliou-se a evolução temporal desses marcadores e, adicionalmente, testou-se a elaboração de um escore de alimentação saudável e a identificação de padrões alimentares por meio da análise de cluster. RESULTADOS: Observou-se aumento estatisticamente significativo nas frequências de consumo de feijão, leite integral e refrigerante normal e diminuição no consumo de leite desnatado. Mesmo com aumento de 11 para 13% de indivíduos que referiram consumir feijão diariamente, esses percentuais são baixos; assim como o consumo recomendado de 3 porções de frutas e 3 porções de hortaliças por dia, que foi referido por menos de 15% da população em todos os anos, com queda de 5 para 3% para as hortaliças. O refrigerante não diet foi o item com maior aumento no consumo, passando de 60 para 67%. Os itens avaliados apresentaram fraca correlação e não configuram um constructo único de alimentação saudável. CONCLUSÃO: A qualidade da dieta dos brasileiros tem piorado e é necessária melhor qualificação dos marcadores alimentares considerados de risco para doenças crônicas não-transmissíveis.OBJECTIVE: To evaluate markers of food intake of the telephone-based risk factor surveillance system for chronic diseases (VIGITEL and the trend of these markers. METHODS: A total of 135,249 subjects from 27 Brazilian cities interviewed in the 2007 - 2009 surveys were evaluated. Eating habits

  11. Efeitos de uma intervenção alimentar em atletas de futsal de diferentes categorias etárias

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Melissa Acunha Da Silveira

    2017-01-01

    Full Text Available A adolescência é a fase compreendida dos 10 aos 19 anos de idade, é o segundo período em que o crescimento tem sua velocidade máxima. Atletas adolescentes, em função da demanda energética, podem apresentar erros alimentares importantes. O objetivo deste estudo foi avaliar a adequação e a qualidade da dieta de adolescentes jogadores de futsal das categorias sub 13, sub 15 e sub 17 de um clube esportivo antes e depois de intervenção nutricional para uma alimentação saudável. Foi realizada uma intervenção nutricional durante os meses de março a maio de 2015 com adolescentes da equipe de futsal de um clube esportivo da cidade de Pelotas/RS, que consistiu em orientações para hábitos alimentares mais saudáveis, utilizando como parâmetro os Dez Passos da Alimentação Saudável para Adolescentes do Ministério da Saúde. O estado nutricional e o consumo alimentar foram avaliados antes e após a intervenção, com um intervalo de oito semanas entre os encontros. Participaram do estudo 32 adolescentes do sexo masculino. A média de índice de massa corporal dos atletas foi de 22,3 ± 4,1 kg/m². Em relação ao consumo alimentar, os macronutrientes e a ingestão calórica não apresentaram mudanças estatisticamente significativas e a ingestão hídrica foi a única variável que apresentou aumento pós-intervenção (p=0,05. Os resultados reforçam a importância do acompanhamento nutricional para atletas adolescentes. A intervenção nutricional utilizada mostrou-se ineficiente para modificação de hábitos alimentares no dado período de tempo. ABSTRACT Effects of a food intervention on futsal athletes of different age categories Adolescence is the period comprised from 10 to 19 years old, is the second period in which growth has its maximum speed. Adolescent athletes, due to the energy demand, may have significant dietary deficiency. The aim of this study was to evaluate the adequacy and quality of the diet of teenagers

  12. Consumo de gordura e hipercolesterolemia em uma amostra probabilística de estudantes de Niterói, Rio de Janeiro

    OpenAIRE

    Teixeira,Márcia H.; Veiga,Glória V. da; Sichieri, Rosely

    2007-01-01

    OBJETIVO: Avaliar a associação entre consumo de gordura e colesterol total sérico (CT). MÉTODOS: O inquérito foi realizado em uma amostra probabilística de adolescentes das escolas estaduais de Niterói, RJ. Foram obtidos dados antropométricos de 610 jovens, 577 participaram da coleta de sangue e 539 responderam o questionário de consumo alimentar. A análise multivariada de regressão linear incluiu como variáveis de confusão a hipercolesterolemia nos pais, idade e índice de massa corporal (IMC...

  13. BUSCA PELA MUSCULARIDADE, HUMOR E TRANSTORNOS ALIMENTARES EM ATLETAS DO SEXO MASCULINO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo de Sousa Fortes

    Full Text Available RESUMO Introdução: Parece que a busca pela muscularidade pode ter relação com os transtornos alimentares (TA em atletas do sexo masculino. Todavia, de acordo com nosso conhecimento, não existem estudos sobre esse tema. Objetivo: Analisar a relação da busca pela muscularidade e estado de humor com os transtornos alimentares nessa população. Métodos: Participaram do estudo 112 competidores de diversas modalidades esportivas, pertencentes a federações do sudeste brasileiro. Utilizou-se o Eating Attitudes Test (EAT-26, Drive for Muscularity Scale (DFM e a Escala de Humor de Brunel (BRUMS para avaliar, respectivamente, os comportamentos alimentares de risco de TA, a busca pela muscularidade e o estado de humor. Resultados: Os achados dos modelos de regressão hierárquica não demonstraram relação da busca pela muscularidade (p > 0,05 e do estado de humor (p > 0,05 com os transtornos alimentares. Todavia, os resultados indicaram diferença de busca pela muscularidade em razão das classificações do EAT-26 (p 0,05. Conclusão: Concluiu-se que tanto o estado de humor quanto a busca pela muscularidade não se relacionaram com os transtornos alimentares em atletas do sexo masculino.

  14. Estado nutricional e consumo alimentar de mulheres jovens na fase lútea e folicular do ciclo menstrual Nutritional status and food consumption of young women in the luteal and follicular phases of the menstrual cycle

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Larissa Almenara Silva dos Santos

    2011-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o estado nutricional e a ingestão alimentar de mulheres adultas sadias durante o ciclo menstrual. MÉTODOS: Quarenta e cinco voluntárias foram acompanhadas durante três meses. A avaliação do estado nutricional foi baseada no índice de massa corporal, porcentagem de gordura e água corporal. Foram aplicados seis registros alimentares para análise da ingestão dos grupos de alimentos, usando como base o guia alimentar da pirâmide. Para a observação do sintoma "desejos alimentares", foram utilizados três "mapas de sintomas diários". RESULTADOS: Os valores médios de índice de massa corporal e de porcentagem de gordura corporal apresentaram-se normais em ambas as fases, entretanto foi observado maior percentual de mulheres com água corporal acima do padrão na fase lútea (77%. O consumo de alimentos do grupo complementar foi maior na fase lútea. Todos os outros grupos de alimentos, com exceção do grupo de carnes, apresentaram consumo inferior às recomendações, em ambas as fases. A intensidade do sintoma "desejos alimentares" foi leve durante o ciclo menstrual, não sendo observada diferença significativa entre as fases. O sintoma "desejos alimentares" associou-se positivamente com o aumento da ingestão do grupo complementar na fase lútea. CONCLUSÃO: O ciclo menstrual influencia o comportamento alimentar e leva à retenção hídrica, na fase lútea, em mulheres adultas sadias.OBJECTIVE: This study assessed the nutritional status and food intake of healthy young women during the menstrual cycle. METHODS: Forty-five volunteers were followed for three months. Their nutritional status was determined by body mass index, body fat and total body water. Six food recall instruments were used to evaluate food group intake according to the food guide pyramid. Food cravings were detected by three daily symptom charts. RESULTS: The mean body mass index and body fat were normal in both phases; however, there was a higher

  15. ATITUDES DO CONSUMIDOR EM RELAÇÃO A UM PRODUTO ALIMENTAR: TENDÊNCIAS DO SETOR DE ALIMENTOS CONGELADOS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gislayne Silva Goulart

    2016-03-01

    Full Text Available Este artigo apresenta os resultados de um estudo exploratório, que pretendeu identificar a atitude de 476 consumidores de Campo Grande/MS em relação a um produto alimentar [pão de queijo congelado] e as variáveis socioeconômicas que mais determinam a frequência de consumo do mesmo. Este estudo faz parte de uma pesquisa maior, financiada pelo CNPq, que está sendo desenvolvida em parceria entre UFMS e o SENAI/MS. Para o tratamento dos dados, foi realizada a análise estatística descritiva, seguida da análise Multinomial Logit com o auxílio do software Stata. Os resultados dessas análises permitiram identificar que independente da frequência de compra, mais da metade dos consumidores de alimentos agrupados em cada nível de frequência de compra consideram que pão de queijo congelado é sinônimo de comida prática/rápida e que as variáveis socioeconômicas – gênero, escolaridade, renda e situação conjugal são estatisticamente significativas. Assim, são determinantes da frequência de compra do produto.

  16. Validação de um questionário de freqüência de consumo alimentar para população adulta Validation of a food frequency questionnaire for the adult population

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aída Calvão Ribeiro

    2006-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar a validade e a reprodutibilidade de um questionário de freqüência de consumo alimentar desenvolvido para a população adulta. MÉTODOS: Foram entrevistados, em três momentos, 69 indivíduos, de ambos os sexos, freqüentadores de restaurantes industriais em dois órgãos públicos de Brasília, Distrito Federal. Na primeira e terceira entrevistas foram aplicados um recordatório 24 horas e um questionário de freqüência de consumo alimentar, e na segunda entrevista, um recordatório 24 horas. A duração média do estudo foi de 181 dias. Macronutrientes, vitaminas A e C, cálcio, ferro, zinco, colesterol, fibras e energia total foram analisados utilizando-se os coeficientes de correlação intraclasse e de Pearson, este último na forma bruta e deatenuada. RESULTADOS: Quanto à reprodutibilidade, o questionário de freqüência de consumo alimentar obteve desempenho adequado, apresentando resultados acima de 0,7 para lipídeo, colesterol, energia e proteína. Para a validade, os melhores coeficientes deatenuados foram observados para vitamina C (r=0,66, ferro (r=0,58, proteína (r=0,55 e carboidrato (r=0,55 e os piores, para colesterol (r=0,32 e vitamina A (r=0,37. CONCLUSÃO: A obtenção de coeficientes de correlação expressivos para alguns nutrientes indica que este questionário de freqüência de consumo alimentar constitui-se em um bom instrumento de pesquisa para estudos epidemiológicos em população adulta, podendo fornecer informações importantes para a implementação de ações na área de saúde e nutrição.OBJECTIVE: The aim of the present study was to investigate the validity and reproducibility of a food frequency questionnaire developed for the adult population. METHODS: Sixty-nine individuals from both genders who attended industrial restaurants from two government divisions in Brasília, Federal District, Brazil, were interviewed on three different occasions. In the first and third interviews

  17. Mudanças no consumo alimentar de mulheres do Município do Rio de Janeiro, Brasil, 1995-2005 Changing in dietary intake by women in the Municipality of Rio de Janeiro, Brazil, from 1995 to 2005

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosângela Alves Pereira

    2009-11-01

    Full Text Available Compara-se o consumo alimentar de mulheres de 35 anos e mais investigado em dois estudos transversais de base populacional desenvolvidos no Rio de Janeiro, Brasil, em 1995-1996 (n = 1.014 e 2004-2005 (n = 1.001. Utilizou-se questionário de freqüência do consumo de alimentos para estimar o consumo de alimentos e o índice de massa corporal (IMC = peso/estatura² para avaliar o estado nutricional. A prevalência da obesidade (IMC 30kg/m² aumentou no período de 10 anos (16,6% para 24%. O consumo de diversos alimentos com alta densidade energética sofreu incremento, como: biscoitos salgados, doces, bacon, lingüiça/salsicha e hambúrguer. Outros foram relatados com menor freqüência: manteiga/margarina, maionese, batata frita ou chips, e açúcar. Frutas, leite, feijão, raízes e tubérculos, e carnes tiveram redução do consumo. Mulheres com escolaridade elevada apresentaram maior redução no consumo de frutas e carnes. As mudanças na prevalência da obesidade parecem estar relacionadas com as modificações do consumo de alimentos e dependentes do grau de escolarização.This article compares food intake by women 35 years or older in two population-based cross-sectional studies in Rio de Janeiro, Brazil, in 1995-1996 (n = 1,014 and 2004-2005 (n = 1,001. Food intake was assessed with a food-frequency questionnaire, and nutritional status was defined according to body mass index (BMI = weight/height². Prevalence of obesity (BMI 30kg/m² increased in the ten-year period (16.6% to 24%. Many high energy density (kcal/g foods showed a statistically significant increase in the period, such as crackers, candies, bacon, sausage, and hamburger. Some high energy density items were reported less frequently: butter, mayonnaise, potato chips, and sugar. The intake of fruits, milk, beans, roots and potatoes, and meat decreased in the 10-year period. Women with more education showed a larger reduction in fruit and meat intake and a smaller reduction

  18. Associação entre estado nutricional, hábitos alimentares e nível de atividade física em escolares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lorene G. Coelho

    2012-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a relação entre estado nutricional, hábitos alimentares e nível de atividade física em escolares. MÉTODOS: Realizou-se estudo transversal com 661 escolares de 6-14 anos de idade, matriculados nas escolas públicas e privadas da área urbana da cidade. Um questionário semiestruturado foi aplicado para coleta das variáveis demográficas, socioeconômicas, antropométricas e nível de atividade física. Os escolares foram classificados segundo critérios para índice de massa corporal por idade, percentual de gordura corporal e nível de atividade física, respectivamente. Os dados dietéticos foram obtidos por meio de questionário de frequência alimentar validado e específico para crianças e adolescentes, a partir do qual o consumo alimentar foi avaliado segundo o Recommended Foods Score adaptado, cuja finalidade é a avaliação da qualidade global da dieta com enfoque no consumo de alimentos saudáveis. RESULTADOS: Elevadas frequências de excesso de peso segundo índice de massa corporal por idade (20,1% e percentual de gordura corporal (22,8%, bem como inatividade física (80,3%, foram observadas entre os escolares. Baixas pontuações no escore de consumo foram encontradas para 77,2% dos escolares. Não foi observada associação significativa entre o excesso de peso e inatividade física ou consumo alimentar (p > 0,05. CONCLUSÃO: Os escolares apresentaram elevada frequência de excesso de peso, que de forma isolada não foi associada a alta inatividade física e baixa qualidade da dieta. Assim, mais estudos devem ser realizados para identificar outros fatores além dos descritos que possam estar influenciando a presença do excesso de peso nessa população.

  19. Hábitos alimentares em jovens diabéticos

    OpenAIRE

    Cunha, Helena; Neto, Maria; Pereira, Mariana; Pinto, Susana; Fernandes, António; Pereira, Ana Maria Geraldes Rodrigues

    2016-01-01

    Introdução e Objetivos: A adolescência é um período exigente do desenvolvimento humano, caracterizada por um aumento do crescimento e da maturação óssea, onde uma alimentação nutricionalmente equilibrada é fundamental. Sendo a diabetes mellitus (DM) tipo 1 uma doença crónica metabólica cujo tratamento, nomeadamente a intervenção nutricional é considerado uma prioridade de saúde pública, é crucial rastrear os hábitos alimentares dos jovens diabéticos, de forma a otimizar a sua qualidade de vi...

  20. Seguranca alimentar, renda e Programa Bolsa Familia: estudo de coorte em municipios do interior da Paraiba, Brasil, 2005-2011

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Caroline Sousa Cabral

    2014-02-01

    Full Text Available Este trabalho tem por objetivo avaliar o impacto do Programa Bolsa Família na superação da Insegurança Alimentar. Realizou-se um estudo de coorte em 2005 e 2011, em amostra de famílias residentes em São José dos Ramos e Nova Floresta, Paraíba, Brasil. Em 2005 foram avaliados 609 domicílios e em 2011 foram encontradas e entrevistadas 406 famílias. Houve aumento da segurança alimentar/insegurança alimentar leve e melhoria nos indicadores socioeconômicos. Percebeu-se uma relação significativa entre a elevação da renda e a melhoria dos níveis de Insegurança Alimentar. O programa impacta positivamente no aumento da renda, propiciando melhorias dos níveis de segurança alimentar/insegurança alimentar leve. Percebeu-se que outras variáveis socioeconômicas podem estar contribuindo na melhoria deste perfil. Diante disso, no combate à insegurança alimentar e nutricional, são necessárias outras políticas e programas que ajam nos demais determinantes.

  1. Padroes alimentares de criancas menores de cinco anos de idade residentes na capital e em municipios da Bahia, Brasil, 1996 e 1999/2000

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sheila Maria Alvim de Matos

    2014-01-01

    Full Text Available Estudo transversal com 3.817 pré-escolares, 1.770 residentes em Salvador, Bahia, Brasil, e 2.047 nas áreas urbana e rural de 10 municípios baianos. Utilizou-se recordatório de 24 horas (R24h e empregou-se análise fatorial por componentes principais com objetivo de identificar e comparar os principais padrões alimentares dessas crianças. Estratificou-se a amostra por idade e área. Antes dos seis meses de vida o leite materno compôs o 2o e 3o padrões com carga positiva para crianças dos dez municípios. Para menores de 17 meses, o padrão 1 foi caracterizado por leite de vaca, farinhas e açúcares. Em áreas urbanas, pão/biscoito, arroz, feijão e carne integraram o padrão 2 aos 6-17 meses. Aos 18-23 meses, o padrão 1 apresentou carga negativa para açúcares, leite de vaca e farinhas, exceto na área rural. Frutas não fizeram parte do padrão 1 no grupo de 24 meses e mais. Observou-se baixo consumo de leite materno e pouca variação de frutas e legumes a partir dos seis meses. Tal perfil de consumo alimentar indica a necessidade de intervenções cada vez mais precoces para promoção de hábitos alimentares saudáveis.

  2. Relação entre consumo alimentar e renda familiar na cidade de Iguape, S. Paulo (Brasil Food consumption related to income in Iguape, State of S. Paulo (Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ignez Salas Martins

    1977-03-01

    Full Text Available Estuda-se o consumo alimentar de uma amostra da população da localidade de Iguape, Estado de São Paulo, Brasil, relacionando-o com as variáveis renda e dieta equilibrada. Foi elaborada uma "Dieta Padrão", de custo mínimo, que atendesse às recomendações nutricionais, aos hábitos alimentares e à disponibilidade local de alimentos. Para conhecer a possibilidade que teriam as famílias estudadas de consumirem alimentação equilibrada, foram estabelecidos cinco níveis de renda, segundo a proporção da renda familiar anual que necessitaria ser gasta para a aquisição de uma dieta equivalente à "Dieta Padrão". A análise dos dados evidencia que o consumo médio per capita de calorias e proteínas da população estudada como um todo foi satisfatório, enquanto que o de vitamina A, tiamina, riboflavina, vitamina C e de cálcio foi insatisfatório. Quando se analisou o consumo de calorias, em relação aos cinco níveis de renda, o valor calórico total da dieta foi insatisfatório nos níveis mais baixos. Constatou-se inadequação de consumo calórico e protéico, respectivamente, em 10 a 20% das famílias estudadas, cujas rendas seriam compatíveis com aporte suficiente de calorias e proteínas.The present paper is a study of food consumption related to income and balanced diet as variables in a sample of the population of Iguape, State of São Paulo, Brazil. A theoretical "Standard Diet" was established respecting nutritional recommendations, feeding habits and local food availability. In order to know the possibility the families under study, would have of buying food which would make up the "Standard Diet" five levels of income were established based on the proportion of the annual family income that should be alloted to expenditure with food. The data revealed that the overall average "per capita" consumption was satisfactory regarding calories and proteins but unsatisfactory regardind vitamin A, thiamine, riboflavine, vitamin C

  3. Questionário de freqüência de consumo alimentar e recordatório de 24 horas: aspectos metodológicos para avaliação da ingestão de lipídeos

    OpenAIRE

    Costa,André Gustavo Vasconcelos; Priore,Sílvia Eloíza; Sabarense,Céphora Maria; Franceschini,Sylvia do Carmo Castro

    2006-01-01

    A adequada avaliação da ingestão lipídica, por meio de inquéritos alimentares, é de interesse em estudos populacionais, visto que os lipídeos estão envolvidos tanto no desenvolvimento quanto na prevenção de doenças arteriais coronarianas. Os inquéritos de consumo alimentar consistem em métodos indiretos de avaliação do estado nutricional, que estão sujeitos a erros inerentes ao indivíduo e à metodologia do estudo. É fundamental que tais métodos, particularmente o questionário de freqüência de...

  4. Consumo de bebidas em pré-escolares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pistochini, A;

    2011-01-01

    Full Text Available Introdução: As famílias construíram maciço consumo de bebidas ácidas. O objetivo deste estudo foi determinar em alunos de uma creche o padrão de consumo e freqüência relacionado à saúde bucal. Materiais e Métodos: Em um total de 53 alunos em um jardim público, 21 homens e 32 mulheres com idade média de 3,86 (± 0.98DS, foi realizada uma pesquisa com os pais de maneira anônima, referindo-se a saúde em geral, educação preventiva e consumo de bebidas. Em uma amostra de 26 alunos selecionados aleatoriamente o exame odontológico foi realizado e foi realizado o ceo, ceos, perda de estrutura dental, de acordo com Smith e Knight (1984. Realizamos a distribuição de freqüência das variáveis da pesquisa, médios e indicadores ES odontológicos e correlação das variáveis. Resultados: A distribuição das freqüências mostrou: utiliza medicamentos 9%, tem uma história de alergia 28%, 6% têm asma. Uso de açúcar 4,76% ± 0,219. 19 receberam aplicação tópica de flúor, 73% utilizaram dentifrício fluoretado. 41% escova duas vezes por dia. Os sucos eram as bebidas preferidas, 89%. 69% usam refrigerantes, 28% bebidas esportivas(isotônicos e 19% de bebidas à base de soja. Consumo antes de dormir era de 40% e 11% usaram mamadeira. O CPOD foi de 3,38 ± 0,779, com uma componente de 2,961 ± 0,665 cd e ceos 5 ± 1,708, com uma cs de 3,84 ± 1,05. 81% apresentaram perda de estrutura dental, principalmente o/i e Bucal. Conclusão: A falta de medidas preventivas, os padrões de consumo em idades precoces e o aumento de erosões, torna necessário implementar a educação em saúde nas escolas.

  5. Consumo alimentar de pré-escolares matriculados nos Centros de Educação e Alimentação do Pré-Escolar (CEAPEs e de suas respectivas famílias Food intake of children registered in Preschool Education and Alimentation Centres (CEAPEs and that of their families

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosa Nilda Mazzilli

    1981-12-01

    Full Text Available Foi realizado inquérito de consumo alimentar em 383 pré-escocalares e respecttivas famílias, matriculados em 21 Centros de Educação e Alimentação do Pré-Escolar (CEAPEs de 7 cidades do interior paulista. Utilizou-se o método da pesagem direta dos alimentos, combinado com o recordatório, para obtenção do consumo alimentar de 24 horas da família e do pré-escolar. Concomitantemente, foram obtidas informações sobre a merenda escolar recebida e sua influência nas refeições realizadas em casa pelo pré-escolar. Cerca de 50% dos pré-escolares apresentaram deficiência energética, enquanto apenas 15% não alcançaram 90% ou mais de adequação de consumo de proteínas. Os pré-escolares apresentaram ainda deficiência acentuada de vitamina A, cálcio, niacina e vitamina C. Quanto às famílias, as maiores deficiências alimentares foram em relação à vitamina A e ao cálcio. A merenda escolar influenciou consumo alimentar do pré-escolar, tanto em relação ao número de refeições, quanto à quantidade de alimentos ingeridos em casa.A dietary survey was carried out among preschool children and their families drawn from twenty-one Preschool Education and Feeding Centre (CEAPEs, in seven towns of the State of S. Paulo. The diatary data from children and families were obtained by applying the weighed food intake method combined with the recall method, during 24 hours, and collected by home visits. Simultaneously data on school lunches concerning their composition and influence on home meals were collected. About half the preschool children showed energy deficiency though only fifteen percent of them showed inadequate protein intake. The most outstanding dietary deficiencies in the preschool children related to vitamin A, calcium, niacin and ascorbic acid. With regard to the families, the most striking deficiencies related to vitamin A and calcium. The school lunch showed some influence on the dietary intake of children, insofar as

  6. Historia natural de peixes do Pantanal : com destaque em habitos alimentares e defesa contra predadores

    OpenAIRE

    Francisco de Arruda Machado

    2003-01-01

    Resumo: Este estudo trata da história natural de peixes do Pantanal, em especial os hábitos alimentares e de defesa contra predadores que estes animais possuem. Os estudos de campo foram feitos em lagoas, vazantes e corixos que ladeiam a Rodovia Transpantaneira, no "Pantanal de Poconé", Município de Poconé, Mato Grosso (16° 30' S 56° 45' W) e em locais semelhantes do "Pantanal de Barão de Melgaço", Município de Santo Antônio de Leverger, Mato Grosso (16° 06' S, 55° 50' W). As viagens ao campo...

  7. Consumo de fibra alimentar e de macronutrientes por crianças com constipação crônica funcional Fiber and nutrients intake in constipated children

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosane C. Gomes

    2003-09-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Estimar o consumo de fibra alimentar e de macronutrientes por crianças com constipação crônica funcional atendidas em ambulatório especializado. CASUÍSTICA E MÉTODOS: O estudo caso-controle foi desenvolvido no Hospital de Pediatria da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, RN, Brasil. Foram analisadas 54 crianças na faixa etária de 2 a 12 anos com constipação crônica funcional, pareadas por sexo e faixa etária com 50 crianças sem constipação (grupo-controle. A avaliação do consumo alimentar foi feita através do registro alimentar de 3 dias e a análise e adequação das dietas foram realizadas por programa informatizado. RESULTADOS: Em 59,3% dos casos a constipação teve início nos dois primeiros anos de vida. Não houve diferença quanto ao sexo no grupo com constipação, nem associação entre constipação e desnutrição nas crianças estudadas. A quantidade de alimentos ingerida por crianças com constipação foi menor quando comparada à do grupo-controle. O consumo médio diário de energia, proteínas, carboidratos e lipídios foi significativamente menor no grupo de crianças com constipação, assim como os percentuais de adequação calórica e protéica. A ingestão média de fibra alimentar total (g/dia foi estatisticamente menor no grupo com constipação (6,9 + 3,4 do que no grupo controle (8,6 + 4,2. A proporção de crianças consumindo menos fibra alimentar em relação ao mínimo recomendado pela Fundação Americana de Saúde (idade + 5 g foi maior no grupo com constipação (83,3% do que no grupo controle (66,0%. A odds ratio foi igual a 2,6. CONCLUSÕES: Houve menor consumo de fibra alimentar, de energia, proteínas, carboidratos e lipídios por crianças com constipação, assim como menor percentual de adequação calórica e protéica. O baixo consumo de fibra alimentar foi considerado como fator de risco para o desenvolvimento de constipação crônica funcional

  8. Determinação do teor de fibra alimentar em produtos hortofrutícolas

    OpenAIRE

    Santos, Joana Rosa

    2013-01-01

    Mestrado em Engenharia Alimentar - Instituto Superior de Agronomia The development of healthy products, easy to transport and consume, is a growing need. This study's main objective was to analyze the dietary fiber in fruit and vegetables IV and V range using specific analytical methodologies. Fruit and vegetable pulps (V range) were used, as well as minimally processed carrot (IV range) subjected to different pre-treatments : heat treatment, UV radiation, ripping and their combinations - ...

  9. Novas perspectivas em educação alimentar e nutricional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sabrina Ionata de Oliveira

    2008-12-01

    Full Text Available A crescente ênfase na temática de educação alimentar e nutricional, decorrida da estratégia Fome Zero e da Política Nacional de Alimentação e Nutrição, bem como da mudança no perfil de morbi-mortalidade da população, tornou fundamental a reflexão sobre sua configuração enquanto ação governamental. Na estratégia Fome Zero, a educação alimentar e nutricional é prevista como ação estruturante, de tal sorte que a mesma configurou-se institucionalmente no Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS tendo como perspectiva a promoção da segurança alimentar e nutricional. Dessa forma, a Coordenação responsável pelo desenvolvimento de ações educativas nesse Ministério promoveu duas oportunidades de reflexão: uma interna, que visava estabelecer o marco institucional da educação alimentar e nutricional no MDS, e a outra no Conselho Nacional de Segurança Alimentar, com o objetivo de subsidiar o grupo de trabalho de alimentação adequada e saudável. Dessas discussões surgiram importantes recomendações e estratégias como base para o desenvolvimento de ações educativas em alimentação e nutrição tanto para o governo como para a sociedade civil. Dentre essas recomendações, destacamos a importância de que as ações educativas sejam desenvolvidas no sentido de promover a autonomia dos indivíduos, a interdisciplinaridade e a transdisciplinaridade, respeitando as culturas alimentares e valorizando a história alimentar e a diversidade regional, ao mesmo tempo em que reconheçam os saberes populares e fomentem a biodiversidade local.

  10. Evolucao dos precos relativos de grupos alimentares entre 1939 e 2010, em Sao Paulo, SP

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tania Yuka Yuba

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a evolução dos preços relativos dos grupos de produtos alimentares e sua influência nas políticas públicas para uma alimentação saudável. MÉTODOS: Foram analisados dados do município de São Paulo de 1939 a 2010, a partir da aplicação de métodos de cálculo de números-índices. Foram utilizados dados do banco de preços e estruturas de ponderação da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (1939 a 1988 e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (1989 a 2010. O banco de preços foi organizado, sua consistência foi testada e os preços foram deflacionados pelo Índice de Preços ao Consumidor. Os dados relativos a preços deflacionados foram calculados e agregados por categorias e grupos alimentares da pirâmide alimentar adaptada. Os índices de preços de cada grupo foram construídos aplicando a fórmula de Laspeyres modificada. O índice geral de preços da alimentação foi comparado com índices de cada grupo alimentar e respectiva categoria: alimentos in natura; alimentos industrializados; bebidas; carnes, leguminosas, leite e ovos; cereais e tubérculos; e refeições fora do domicílio. RESULTADOS: Os grupos alimentares de gorduras, óleos, condimentos, açúcares e alimentos processados (alimentos industrializados apresentaram tendência de redução de preços em termos relativos. O índice dos alimentos in natura, como frutas e verduras, apresentaram tendência de elevação de preços. Outros grupos alimentares, como cereais, farinhas e massas, carnes, leite e ovos, apresentaram estabilidade de preços relativos ao longo do tempo. CONCLUSÕES: A evolução dos preços relativos dos alimentos no município de São Paulo mostra tendência desfavorável à manutenção da alimentação saudável em nível domiciliar em longo prazo.

  11. A perspectiva biomédica dos transtornos alimentares e seus desdobramentos em atendimentos psicológicos

    OpenAIRE

    Raquel Lima Pedrosa; Leônia Cavalcante Teixeira

    2015-01-01

    Este artigo tem como objetivo analisar os desdobramentos da perspectiva biomédica em atendimentos psicológicos em um serviço interdisciplinar de transtornos alimentares. A metodologia consistiu em uma pesquisa documental de prontuários dos pacientes atendidos no programa diagnosticados com transtorno alimentar e que estavam em atendimento no período de agosto de 2012 a janeiro de 2013. As categorias clínicas privilegiadas nesta análise foram transferência, sintomas e diagnóstico. Ao todo fora...

  12. Consumo de macronutrientes e ingestão inadequada de micronutrientes em adultos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marina Campos Araujo

    2013-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar o consumo de energia e nutrientes e a prevalência de ingestão inadequada de micronutrientes entre adultos brasileiros. MÉTODOS: Foram analisados dados do Inquérito Nacional de Alimentação da Pesquisa de Orçamento Familiar 2008-2009. O consumo alimentar foi avaliado por dois dias de registro alimentar não consecutivos. Um total de 21.003 indivíduos (52,5% mulheres entre 20 e 59 anos de idade participou do estudo. A ingestão usual de nutrientes foi estimada pelo método proposto pelo National Cancer Institute. As prevalências de ingestão inadequada de micronutrientes foram obtidas pelo método da necessidade média estimada (EAR como ponto de corte. Para manganês e potássio, a Ingestão Adequada (AI foi usada como ponto de corte. A ingestão de sódio foi comparada com o nível de ingestão máximo tolerável (UL. A prevalência de inadequação da ingestão de ferro foi determinada por abordagem probabilística. Os dados foram analisados de acordo com a localização do domicílio (área urbana ou rural e as macrorregiões do país. RESULTADOS: A média do consumo energético foi de 2.083 kcal entre os homens e 1.698 kcal entre as mulheres. Prevalências de inadequação maiores ou iguais a 70% foram observadas para cálcio entre os homens e magnésio, vitamina A, sódio em ambos os sexos. Prevalências maiores ou iguais a 90% foram encontradas para cálcio entre as mulheres e vitaminas D e E em ambos os sexos. Prevalências menores que 5% foram encontradas para ferro entre os homens e niacina para homens e mulheres. No geral, a prevalência de ingestão inadequada foi mais acentuada na área rural e na região Nordeste. CONCLUSÕES: O consumo de energia é maior entre indivíduos residentes em áreas urbanas e da região Norte. Os grupos com maior risco de ingestão inadequada de micronutrientes são as mulheres e os que residem na área rural e na região Nordeste.

  13. Habilidades sociais: fator de proteção contra transtornos alimentares em adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Laura Giron Uzunian

    2015-11-01

    Full Text Available Resumo O objetivo desse estudo foi revisar a literatura a cerca da relação entre transtornos alimentares e habilidades sociais em adolescentes. Pesquisou-se as bases de dados Medline, SciELO e Lilacs, cruzando os descritores “transtornos alimentares”, “anorexia nervosa”, “bulimia nervosa” e “comportamento alimentar”, com os descritores “psicologia social” e “isolamento social”, e com as palavras chave “competência social”, “habilidade social” e “relação interpessoal”. Incluiu-se estudos com adolescentes, nos idiomas português, inglês e espanhol, e publicações realizadas entre os anos de 2007 a 2012. A busca resultou em 63 artigos, sendo incluídos 50 nesta revisão. A maioria dos estudos foi conduzido no Brasil e nos Estados Unidos. Do total, 43 eram artigos originais. Os estudos visavam compreender como o estado emocional poderia influenciar no estabelecimento dos transtornos alimentares, assim como as relações interpessoais e a relação entre os pares. Os artigos também discutiram a influência da mídia e da sociedade neste processo. A partir da análise dos estudos, observou-se que quanto maior o repertório de habilidades sociais dos adolescentes, maior será o fator de proteção contra o desenvolvimento de transtornos alimentares.

  14. Consumo alimentar de macro e micronutrientes de crianças menores de cinco anos no Estado de Pernambuco, Brasil Dietary intake of macro and micronutrients by children under five years of age in the State of Pernambuco, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristianne Martins Ferreira Fidelis

    2007-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: analisar o consumo alimentar de macro e micronutrientes, com base na Dietary Reference Intakes, das crianças menores de cinco anos do Estado de Pernambuco, considerando três áreas geográficas: Região Metropolitana do Recife, Interior Urbano e Interior Rural. MÉTODOS: a amostra constitui-se de 948 crianças menores de cinco anos de idade, com representatividade para o Estado de Pernambuco e suas três áreas geográficas. O consumo alimentar foi registrado mediante o recordatório de 24 horas e foram analisadas as medianas e prevalências de inadequação dos macro e micronutrientes de acordo com as Dietary Reference Intakes. RESULTADOS: o déficit de energia e micronutrientes mostrou-se prevalente nas crianças, em todas as faixas etárias e áreas geográficas; entretanto, o consumo de proteínas apresentou-se acima dos valores de referência. A prevalência de inadequação dos micronutrientes foi elevada, principalmente de ferro e zinco, nas crianças acima de 12 meses de idade. Os resultados no Interior Rural foram os mais baixos para todos os nutrientes analisados. CONCLUSÕES: o consumo alimentar das crianças do Estado de Pernambuco demonstrou déficit de energia, de macro e micronutrientes. Espera-se que estes resultados possam servir como subsídios para implementação de políticas de nutrição e alimentação no Estado, visando prevenir os principais distúrbios nutricionais em menores de cinco anos.OBJECTIVE: to analyze the food consumption of macro and micronutrients by children under fiver years old in the State of Pernambuco based on the Dietary Reference Intakes, in three geographic areas: Metropolitan Region of Recife, Urban Interior and Rural Interior. METHODS: the sample consisted of 948 children under five years old and was representative for the State of Pernambuco and its three geographic areas. The 24-hour recall method was used to register food consumption. The median and the prevalence of both macro and

  15. Genética em transtornos alimentares: ampliando os horizontes de pesquisa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pinheiro Andréa Poyastro

    2006-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Revisar a literatura atual concernente à pesquisa genética em transtornos do comportamento alimentar e discutir questões relevantes ao desenvolvimento de um projeto de pesquisa genética nessa área no Brasil. MÉTODO: A revisão realizada utilizou a base de dados Medline, no período de 1984 a maio de 2005, com os seguintes termos de busca: "anorexia nervosa", "bulimia nervosa", "eating disorders", "binge eating disorder", "family studies", "twin studies", "molecular genetics studies". RESULTADOS: Os dados atuais apontam para uma contribuição relevante dos fatores genéticos na suscetibilidade à anorexia e à bulimia nervosa. A pesquisa genética com populações miscigenadas deve levar em consideração o tamanho da amostra, a densidade de genotipagem e a estratificação populacional. Através de "admixture mapping" é possível estimar a estrutura genética destas populações e localizar genes relacionados à variação étnica de doenças ou traços de interesse. CONCLUSÕES: O desenvolvimento de uma grande iniciativa de colaboração em genética de transtornos alimentares no Brasil e na América Latina viabilizará estudar os fatores genéticos em transtornos do comportamento alimentar no contexto de grupos inter-étnicos, e integrar uma nova perspectiva biológica à etiologia destes distúrbios.

  16. Estudos de consumo alimentar: aspectos metodológicos gerais e o seu emprego na avaliação de crianças e adolescentes Food consumption studies: general methodological aspects and its use in the evaluation of children and adolescents aged

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Augusta Monteiro Cavalcante

    2004-09-01

    Full Text Available Este artigo discute aspectos metodológicos dos estudos de consumo alimentar em crianças e adolescentes. Para compreender esses aspectos, descreve, em contexto mais amplo, a importância da Epidemiologia Nutricional no estudo descritivo da relação da dieta com o surgimento das enfermidades, bem como origem histórica, importância, vantagens, limitações e usos dos métodos empregados para medir a ingestão alimentar, especialmente em crianças e adolescentes, em estudos epidemiológicos populacionais. Apresenta ainda alguns trabalhos da literatura científica clássica e contemporânea, demonstrando os resultados obtidos e algumas sugestões para aperfeiçoamento desses métodos. Finalmente, evidencia os aspectos mais relevantes que, por consenso de vários pesquisadores, competem como fatores limitantes ou facilitadores no emprego desses métodos, conferindo a esses, maior validade e reprodutibilidade nos estudos de consumo alimentar de crianças e adolescentes.This article discusses methodological aspects of food consumption studies in children and adolescents. To reach the understanding of these methods it provides the value of Nutritional Epidemiology in a general context through a descriptive study of diet relation with the manifestation of disease as well as historical origin, value, advantage, constraints and use of methods employed to measure food intake, especially in children and adolescents in population epidemiological studies. In addition, it presents classic and contemporaneous literature demonstrating results obtained and some suggestions to improve these methods. Finally, it discloses the more relevant aspects that by consensus of many researchers compete with constraining and facilitating factors in their use providing them with more validity and reproducibility concerning studies of food consumption for children and adolescents.

  17. Insegurança alimentar em comunidades rurais no Nordeste brasileiro: faz diferença ser quilombola?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Etna Kaliane Pereira da Silva

    Full Text Available Resumo: Este artigo objetivou identificar a prevalência de insegurança alimentar em uma área rural do Nordeste do Brasil e investigar este desfecho de acordo com a residência em comunidades quilombolas e não quilombolas. Foi um estudo transversal com 21 comunidades rurais, sendo nove quilombolas, em 2014, utilizando a Escala Brasileira de Insegurança Alimentar (EBIA. Foram estimadas prevalências e razões de prevalência para insegurança alimentar, e a análise múltipla foi conduzida por regressão de Poisson com variância robusta. A situação de insegurança alimentar foi encontrada em 52,1% das famílias estudadas, sendo 64,9% entre quilombolas e 42% entre as demais. Insegurança alimentar foi associada a ser quilombola (RP = 1,25; ter nível econômico mais baixo (RP = 1,89; 2,98 e 3,22 para os níveis C2, D e E, respectivamente; ser beneficiário do Programa Bolsa Família (RP = 1,52; e ter quatro residentes ou mais no domicílio (RP = 1,20. A prevalência de insegurança alimentar foi elevada em toda a população, no entanto as comunidades quilombolas, apesar de pertencerem à mesma área de abrangência das outras comunidades, apresentaram uma prevalência ainda maior de insegurança alimentar, reforçando a vulnerabilidade dessa população.

  18. Inclusão de fibra alimentar em pães isentos de glúten

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andressa Luciane Ceccon Saueressig

    Full Text Available Resumo Foram desenvolvidas quatro formulações de pães, isentos de glúten e com a inclusão de fibra alimentar solúvel e insolúvel, avaliando suas propriedades físicas, composição química, aceitação e intenção de compra do consumidor. O padrão (1 teve a farinha de arroz, fécula de mandioca, ovo, leite em pó, óleo de girassol, sal, açúcar, fermento biológico seco e água como ingredientes. Nos demais, a fécula foi parcialmente substituída por inulina (2, farelo de arroz desengordurado e inulina (3, e farelo de arroz desengordurado (4. A cor do pão 2 diferiu apenas na casca, que ficou menos vermelha e amarela que o 1. A inclusão do farelo de arroz proporcionou coloração mais escura, vermelha e amarela à crosta e miolo dos pães 3 e 4. A perda de peso e rendimento variaram apenas em relação ao pão 2, que teve maior perda de peso e menor rendimento, provavelmente devido ao colapso da massa, que não foi capaz de manter a estrutura na fase de crescimento. O custo dos pães com inulina foi maior, pois este ingrediente é um reconhecido prebiótico, adquirido em estabelecimentos farmacêuticos; enquanto que o custo do pão apenas com farelo diminuiu, já que se trata de um subproduto industrial, obtido da extração do óleo de arroz. Na composição química, houve incremento nos teores de cinzas, proteínas e fibra alimentar, principalmente insolúvel, nos pães 3 e 4; enquanto que o pão 2 apresentou menor teor proteico e maior teor de fibra alimentar, principalmente solúvel. Nutricionalmente, admite-se incremento do valor nutricional em detrimento de carboidratos digeríveis e do valor calórico. Sensorialmente, os pães 3 e 4 tiveram menor aceitação nos atributos cor e sabor, mas não diferiram dos pães 1 e 2 nos atributos odor e textura, e na intenção de compra dos consumidores. Conclui-se que o consumo dos pães que tiveram substituição parcial da fécula é garantia de alimento com qualidade funcional

  19. Conhecimento nutricional e suplementação alimentar por praticantes de exercícios físicos

    OpenAIRE

    Fernanda Pedrotti Moreira; Kelly Lameiro Rodrigues

    2014-01-01

    INTRODUÇÃO: O ambiente das academias favorece a disseminação de padrões estéticos estereotipados, levando muitos frequentadores a desenvolver hábitos alimentares inadequados e, muitas vezes, recorrer à utilização de suplementos alimentares. Ainda existe muita falta de informação e orientação em relação à nutrição ideal, o que pode prejudicar o desempenho desportivo.OBJETIVO: Avaliar o uso de suplementos alimentares, consumo alimentar e conhecimento nutricional dos praticantes de exercícios fí...

  20. Consumo e conhecimento sobre alimentos fontes de lipídeos por professores de escola técnica em saúde = Consumption and knowledge on source of lipid foods by health technical school teachers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anastácio, Gislaine

    2009-01-01

    Full Text Available Objetivo: Investigar o hábito de consumo e conhecimentos sobre alimentos fontes de lipídios, entre os professores de uma Escola Técnica em Saúde da Rede Estadual de Ensino em Porto Alegre, RS. Materiais e Métodos: Estudo transversal, realizado com professores de ambos os sexos, através de um questionário de frequência de consumo alimentar contendo nove grupos alimentares, predominantemente fontes de lipídeos e, outro questionário, visando o reconhecimento sobre gorduras alimentares e os efeitos na saúde humana. A análise estatística foi descritiva e com auxílio do software Excel. Resultados: 39 professores participaram da pesquisa, destes 28 mulheres e média de 43±11anos de idade. O consumo de azeite de oliva diariamente foi citado por 38% dos participantes e leite desnatado em 41%. Margarina é habitual para cerca de 25% deles e mais da metade do grupo nega uso de maionese e manteiga. Referem consumo frequente, de 1 a 3 vezes por semana, para pizza (54%, carne bovina sem gordura aparente (49% e ave sem pele (70%. Os embutidos, frituras e preparações à milanesa são de consumo eventual para a maioria, inclusive as oleaginosas. Conclusão: Os professores demonstram adequados conhecimentos sobre a importância de selecionar alimentos que são fontes de gordura e sobre seus efeitos no organismo. Eles também exercem boas escolhas desses alimentos, no seu dia-a-dia. Esclarecimentos adicionais em Nutrição poderão contribuir ainda mais à prática saudável e à difusão dessas informações

  1. Habilidades sociais: fator de proteção contra transtornos alimentares em adolescentes

    OpenAIRE

    Uzunian, Laura Giron; Vitalle, Maria Sylvia de Souza

    2015-01-01

    Resumo O objetivo desse estudo foi revisar a literatura a cerca da relação entre transtornos alimentares e habilidades sociais em adolescentes. Pesquisou-se as bases de dados Medline, SciELO e Lilacs, cruzando os descritores “transtornos alimentares”, “anorexia nervosa”, “bulimia nervosa” e “comportamento alimentar”, com os descritores “psicologia social” e “isolamento social”, e com as palavras chave “competência social”, “habilidade social” e “relação interpessoal”. Incluiu-se estudos com a...

  2. Atualizações em guias alimentares para crianças e adolescentes: uma revisão Updating dietary guides for children and adolescents: a review

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paula Martins Horta

    2011-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: apresentar uma revisão dos guias alimentares desenvolvidos para crianças e adolescentes. MÉTODOS: revisão sistemática conduzida nas bases de dados Medline e Lilacs e em sites institucionais. Incluíram-se documentos publicados entre 2000-2010. RESULTADOS: foram identificados 17 guias alimentares publicados no mundo, sendo dez na América Latina, três na América do Norte, dois na Europa e dois na Ásia e Oceania. Os guias se diferenciaram quanto à sua estrutura, podendo ser organizados em diretrizes nutricionais, representações gráficas ou em ambas. O conteúdo das diretrizes nutricionais, bem como o número de grupos alimentares e a representação gráfica utilizada nos manuais também são variáveis conforme cultura alimentar da população. Dezesseis guias enfocaram orientações sobre alimentos em detrimento dos nutrientes, sendo que o guia japonês está organizado em recomendações de consumo de preparações de alimentos, se configurando em um instrumento de mais fácil compreensão. Todos os guias alimentares identificados para crianças menores de dois anos (n=5 foram elaborados na América Latina, além de terem sido detectados três manuais, cujas diretrizes se direcionam aos profissionais de saúde, denotando necessidade de capacitação e atualização dos mesmos. CONCLUSÕES: o estudo apontou para a relevância do emprego dos guias alimentares na abordagem à criança e adolescente, fornecendo bases teóricas para profissionais e órgãos de saúde.OBJECTIVES: to conduct a review of dietary guides for children and adolescents. METHODS: a systematic review of the Medline and Lilacs databases and institutional sites, covering documents published between 2000 and 2010. RESULTS: seventeen dietary guides published were identified worldwide, including ten in Latin America, three in North America, two in Europe and two in Asia/Oceania. The guides differ in terms of structure. Some contain nutritional guidelines

  3. Consumo de frutas e hortaliças e conceito de alimentação saudável em adultos de Brasília

    OpenAIRE

    Silva, Clíslian Luzia da

    2012-01-01

    Apesar de comprovada a importância da ingestão de frutas e hortaliças à saúde, a maioria dos brasileiros possuem consumo abaixo das recomendações do Guia Alimentar para a População Brasileira de 3 porções diárias de frutas e de hortaliças. O objetivo deste estudo foi avaliar características e razões de consumo de frutas e hortaliças e o conceito de alimentação saudável de adultos residentes em Brasília. Os habitantes de Brasilia possuem a maior renda média percapita do país, essa característi...

  4. Visão retrospectiva em fibras alimentares com ênfase em beta-glucanas no tratamento do diabetes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giane Sprada Mira

    2009-03-01

    Full Text Available Fibra alimentar refere-se aos componentes de plantas ou carboidratos análogos que são resistentes à digestão e absorção no intestino delgado humano. A American Dietetic Association recomenda ingestão de 20-35g de fibras ao dia. Evidências sugerem que uma dieta rica em fibras traz benefícios à manutenção da saúde, redução de risco e tratamento de doenças crônicas como a obesidade, doenças cardiovasculares, diverticulite e diabetes. As fibras são classificadas de acordo com a sua solubilidade em solúveis e insolúveis, com efeitos fisiológicos distintos. As insolúveis são responsáveis pelo aumento do bolo fecal e diminuição do tempo de trânsito intestinal. As solúveis retardam o esvaziamento gástrico e a absorção de glicose diminuindo a glicemia pós-prandial e reduzem o colesterol sérico devido à sua característica física de conferir viscosidade ao conteúdo luminal. As beta-glucanas são fibras altamente viscosas e seu consumo está relacionado à atenuação da resposta glicêmica e insulínica pós-prandial. A beta-glucana tem efeito sobre a degradação do amido e sobre o carboidrato disponível e conseqüentemente, sobre o índice glicêmico dos alimentos ingeridos. Recomenda-se sua ingestão com o objetivo de modular a glicemia e a necessidade de insulina, no tratamento da obesidade, doenças cardiovasculares e do diabetes. Este trabalho visa fornecer uma visão geral sobre beta-glucanas no tratamento do diabetes.Dietary fibers are defined as the component of the plants or analog carbohydrates that are resistant to digestion and absorption in the human small bowel. The America Dietetic Association recommends an ingestion of 20-30g of fiber per day. Evidences suggest that a diet rich in fibers brings benefits to health maintenance, by reducing the risk and the time of treatment of chronic diseases such as obesity, cardiovascular diseases, diverticulitis and diabetes. Fibers are classified as a soluble and

  5. Imagem corporal e transtornos alimentares em atletas adolescentes: uma revisão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo de Sousa Fortes

    2013-12-01

    Full Text Available O objetivo do presente estudo foi realizar uma revisão da literatura sobre os temas "Imagem corporal" e "Transtornos alimentares na população de atletas adolescentes". Foram realizadas buscas eletrônicas nas seguintes bases de dados: "Web of Science", "SciELO", "Scopus", "Pubmed", "Medline", e "Lilacs". Como descritores, utilizaram-se os termos "body image" e "eating disorders", indexados no sistema de Descritores em Ciência da Saúde (DeCs/MeSH, e também os termos associados "body dissatisfaction", "athletes", "adolescence" e "teenager". O período compreendido pelas buscas foi de 2002 a 2012. Os resultados evidenciaram a existência de centenas de investigações sobre os temas na população adolescente, mas foram escolhidas somente as pesquisas no contexto esportivo. Os achados demonstraram algumas controvérsias. De qualquer forma, acredita-se que exista associação entre imagem corporal e transtornos alimentares em atletas, porém é necessário desenvolver pesquisas neste campo para responder a tais dúvidas, por isso são incentivadas pesquisas com estas variáveis.

  6. Insegurança alimentar e nutricional e fatores associados em famílias do Núcleo Rural Agrícola Lamarão, no Distrito Federal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carla Madeira Marquito BASTOS

    2014-06-01

    Full Text Available Segurança alimentar e nutricional (SAN é o direito ao acesso regular e permanente a alimentos de qualidade e em quantidade suficiente, não comprometendo outras necessidades essenciais. Este estudo analisou a prevalência de insegurança alimentar e nutricional (ISAN e seus fatores associados em famílias residentes em um núcleo rural agrícola, no Distrito Federal. Trata-se de estudo transversal com amostra sistemática, com intervalo zero, sendo composta por 75 domicílios. A prevalência de insegurança alimentar e nutricional nas famílias foi estimada por meio da Escala Brasileira de Insegurança Alimentar (EBIA. Variáveis socioeconômicas e demográficas também foram avaliadas. O estudo encontrou 50,6% de ISAN, sendo 17,3% moderada e grave. Todas as casas são de alvenaria, com água encanada, energia elétrica e coleta de lixo. Dos domicílios com esgotamento sanitário, 12% eram contemplados com a rede de saneamento básico. A maior parte dos domicílios era própria (82,7%. Havia 29,3% das famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família. A classificação econômica familiar predominante esteve nas classes C/D/E (87,3%. Houve associação significativa entre os níveis de SAN e tipo de domicílio, chefe do domicílio e consumo de hortaliças, frutas, leite e cereais. A prevalência de ISAN entre as famílias do Lamarão demonstra uma possível limitação dessas famílias em relação ao acesso físico e financeiro e à disponibilidade de alimentos com qualidade nutritiva. É importante um olhar aprofundado sobre a garantia da SAN em comunidades rurais e necessário se considerar as associações entre os fatores socioeconômicos, demográficos e de consumo alimentar, que determinam a ocorrência dos diagnósticos de SAN na população.

  7. Consumo alimentar e excesso de peso de adolescentes de Piracicaba, São Paulo Food consumption and overweight in adolescents from Piracicaba, São Paulo, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Natacha Toral

    2007-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Este estudo avaliou o consumo alimentar e a prevalência de excesso de peso entre adolescentes de Piracicaba, São Paulo. MÉTODOS: Estudo observacional transversal com amostra representativa de adolescentes maiores de 10 anos de 11 escolas públicas de Piracicaba. Realizou-se auto-avaliação da maturação sexual por planilhas dos estágios de Tanner. Pelo Questionário de Freqüência Alimentar Semi-Quantitativo, investigou-se o consumo de energia, macronutrientes, frutas, hortaliças e doces. Foram aferidos peso e altura para avaliação do perfil antropométrico pelos percentis de Índice de Massa Corporal e índice de altura-para-idade. RESULTADOS: Foram avaliados 390 adolescentes, com média de idade de 12,4 anos, sendo 46,4% meninos e 78,7% púberes. O consumo médio de energia foi de 3.645kcal (56,2%, 12,8% e 33,5% provenientes de carboidratos, proteínas e lipídios, respectivamente. Observou-se que 77,9% da amostra ingeria alto teor de gordura. O consumo médio de frutas, hortaliças e doces foi de 2,3, 2,4 e 4,5 porções diárias, respectivamente. Foi encontrado 21,0% de excesso de peso, 4,4% de baixo peso e 1,8% de déficit de altura-para-idade. CONCLUSÃO: Expressivo percentual de adolescentes apresentava reduzido consumo de frutas e hortaliças e consumo lipídico e de doces acima do recomendado, podendo haver relação com o elevado número de participantes com excesso de peso. Adolescentes devem ser alvo de programas que enfatizem a adoção de alimentação saudável, para diminuir risco e incidência de obesidade e prevenir futuros agravos à saúde.OBJECTIVE: This study assessed food consumption and prevalence of overweight among adolescents from Piracicaba, São Paulo, Brazil. METHODS: This was a cross-sectional with a representative sample of adolescents older than 10 years of 11 public schools of Piracicaba. The maturation stage of the adolescents was determined by self-examination using Tanner images. Intakes

  8. Transtornos alimentares e insatisfação com a imagem corporal em bailarinos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Dias Guimarães

    2014-07-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Os transtornos alimentares (TA tornaram-se um problema relevante de saúde pública. Paralelamente a esse fato, observa-se aumento na frequência de problemas associados à percepção da imagem corporal. Esses transtornos alimentares são mais incidentes em praticantes de esportes que preconizam o baixo peso corporal, como o balé clássico. OBJETIVO: Determinar a prevalência de comportamentos de risco de transtornos alimentares e insatisfação com a imagem corporal em bailarinos adolescentes na cidade de São Luís, MA, Brasil. MÉTODOS: Realizou-se estudo transversal com 30 bailarinos clássicos, não profissionais de ambos os sexos, com idade de 15 a 19 anos. Para avaliação do comportamento de risco de anorexia nervosa, utilizou-se o teste de atitudes alimentares (EAT-26, e para o comportamento de risco de bulimia nervosa, o teste de investigação bulímica de Edimburgo (BITE. A imagem corporal foi avaliada por meio do questionário de imagem corporal (BSQ. RESULTADOS: A prevalência de comportamentos de risco de TA foi de 30,0% para anorexia nervosa, de acordo com o EAT-26 e, segundo a escala de sintomas do BITE, 40,0% apresentaram comportamento de risco de bulimia nervosa. Além disso, o BSQ identificou que 26,7% dos bailarinos estavam insatisfeitos com sua imagem. Analisando o comportamento de risco de TA e a insatisfação com a imagem corporal, por sexo, não houve diferença estatisticamente significante (p > 0,05. CONCLUSÃO: A alta incidência de insatisfação com a imagem corporal associada à grande prevalência de comportamentos de risco de TA encontrada neste estudo ratifica que a prática do balé parece ser um fator primordial para o aumento da suscetibilidade desses bailarinos desenvolverem TA.

  9. Caracterização do consumo alimentar, ambiente socioeconômico e estado nutricional de pré-escolares de creches municipais Characteristics of dietary intake, socioeconomic environment and nutritional status of preschoolers at public kindergartens

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Teresa Gontijo de Castro

    2005-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar o consumo alimentar, o ambiente socioeconômico, a freqüência de anemia ferropriva e o estado nutricional de pré-escolares. MÉTODOS: A população estudada constituiu-se de 89 crianças de 24 a 72 meses de idade, assistidas em creches municipais de Viçosa, MG. Foram avaliados: nível de hemoglobina, peso, estatura, presença de parasitose, consumo alimentar dos pré-escolares e o perfil biossocioeconômico de suas famílias. RESULTADOS: O estado nutricional do grupo foi considerado satisfatório, e a prevalência de anemia relativamente baixa (11,2%. Condições adequadas de saneamento, nível razoável de escolaridade dos pais, baixo número de filhos e ausência de parasitas envolvidos com a gênese da anemia podem justificar o perfil observado. Não foi observada associação da anemia ferropriva nem com desnutrição nem com parasitose. CONCLUSÃO: Apesar de alguns fatores biossocioeconômicos apresentarem-se favoráveis ao estado nutricional e à baixa prevalência de anemia, observa-se, entretanto, que a insuficiente renda per capita e a dieta deficiente poderão levar esse grupo de pré-escolares, no futuro, a um pior estado de saúde.OBJECTIVE: To evaluate the dietary intake, the socioeconomic environment, the frequency of iron deficiency anemia, and the preschoolers' nutritional status. METHODS: The evaluated population consisted of 89 children aged 24 to 72 months, who were assisted at the public nursery schools in Viçosa, MG, Brazil. Evaluation was performed for hemoglobin level, body weight, stature, parasites' presence and dietary intake of the children, as well as for their families' biological and socioeconomic profiles. RESULTS: The group's nutritional status was considered satisfactory, and anemia prevalence was relatively low (11.2%. This profile may be justified by the adequate conditions of sanitation, reasonable level of parents' schooling, low numbers of children per family, and absence of parasites

  10. Personalidade e coping em pacientes com transtornos alimentares e obesidade Personality and coping in patients with eating disorders and obesity

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Tomaz

    2009-01-01

    Full Text Available Este estudo avalia o uso diferencial de coping e traço de personalidade em pacientes com transtornos alimentares (anorexia, bulimia e TASOE e com obesidade e em população geral. Participam deste estudo 109 indivíduos (60 com diagnóstico de transtorno alimentar ou obesidade e 49 da população geral. Os instrumentos foram uma escala de traços de personalidade, Coping Response Inventory e Escala de Atitudes Alimentares (EAT. Observou-se diferença significativa nas médias de EAT por população demonstrando boa adequação deste instrumento como screening psicopatológico de transtornos alimentares. Ademais indivíduos que apresentam alto índice em neuroticismo e em descarga emocional, ao enfrentar seus problemas, possuem mais atitudes alimentares inadequadas refletidas pelo EAT (R=0.291, p=0.011. Os dados são discutidos através das teorias relacionadas aos cinco grandes traços da personalidade, coping, transtornos alimentares e obesidade.This study assesses the differential use of coping and personality trait of patients with eating disorders (anorexia, bulimia, and Eating Disorders Not Otherwise Specified - EDNOS, obesity as well as in subjects from the general population. 109 subjects participated in the study (60 with eating disorder or obesity diagnostics; 49 from the general population. The instruments were Personality Trait Scale, Coping Response Inventory and Eating Attitudes Scale (EAS. It was observed significant differences on EAS according to the type of population, demonstrating this instrument's adequacy as psychopathological screening for eating disorders. Moreover, individuals presenting high neuroticism and who discharge their emotion to cope with their problems have more inadequate eating attitudes as shown by EAS (R=0.291, p=0.011. These results are discussed through theories related to the Big Five personality traits, coping, eating disorders and obesity.

  11. Modelo etiológico dos comportamentos de risco para os transtornos alimentares em adolescentes brasileiros do sexo feminino

    OpenAIRE

    Fortes,Leonardo de Sousa; Filgueiras, Juliana Fernandes; Oliveira,Fernanda da Costa; Almeida,Sebastião de Sousa; Ferreira, Maria Elisa Caputo

    2016-01-01

    Resumo: O objetivo foi construir um modelo etiológico dos comportamentos de risco para os transtornos alimentares em adolescentes brasileiros do sexo feminino. Participaram 1.358 adolescentes de quatro cidades. Foram avaliados os comportamentos de risco para os transtornos alimentares, insatisfação corporal, pressões midiáticas, autoestima, estado de humor, sintomas depressivos e perfeccionismo por intermédio de escalas psicométricas. Peso, estatura e dobras cutâneas foram aferidos para calcu...

  12. Consumo alimentar de crianças e adolescentes com disfagia decorrente de estenose de esôfago: avaliação com base na pirâmide alimentar brasileira Food consumption by children and adolescent with dysphagia due to esophageal stricture: assessment based on the Brazilian food guide pyramid

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Marciano

    2011-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o consumo alimentar de pacientes com disfagia decorrente de estenose de esôfago, comparando a dieta de consistência líquida com a dieta de consistência pastosa e sólida, com base na Pirâmide Alimentar Brasileira. MÉTODOS: Estudo de corte transversal, no qual foram incluídos consecutivamente 31 pacientes com estenose esofágica, sendo 18 (58,0% cáustica, 7 (22,6% pós-cirúrgica, 3 (9,7% péptica e 3 (9,7% sem causa definida. Empregou-se o recordatório de 24 horas; os alimentos foram transformados em porções em função dos oito grupos de alimentos, conforme recomendado por Philippi. Utilizou-se o teste Kruskal-Wallis e Exato de Fisher, fixando em 5% o nível de rejeição da hipótese de nulidade. RESULTADOS: A idade variou entre 15 e 176 meses (mediana, 56 meses, sendo 28 crianças e três adolescentes, e 18 do sexo masculino. Vinte e nove pacientes (93,5% apresentavam disfagia, sendo grave em 34,4% (10/29, moderada em 41,3% (12/29, e leve em 24,1% (7/29. O consumo mediano de porções de cereais, leguminosas, e óleos e gorduras foi menor no grupo com dieta líquida (pOBJECTIVE: This study assessed food intake by patients with dysphagia due to esophageal stricture and compared liquid, soft and solid diets based on the Brazilian Food guide pyramid. METHODS: This cross-sectional study consecutively included 31 patients with esophageal stricture, of which 18 (58.0% were caustic, 7 (22.6% were postoperative, 3 (9.7% were peptic and 3 (9.7% were of unknown etiology. The 24-hour dietary recall was used and the foods were converted into servings according to the eight food groups, as recommended by Philippi. The Kruskal-Wallis and Fisher's Exact Test were used and the significance level was set at 5%. RESULTS: The ages of the patients varied from 15 to 176 months (median: 56 months. There were 28 children and 3 adolescents, of which 28 were males. Twenty-nine patients (93.5% presented dysphagia, of which 34.4% (10

  13. ANÁLISE DA OFERTA ALIMENTAR EM REFEIÇÕES DE UMA PRÉ-ESCOLA DA CIDADE DE SÃO PAULO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Carolina Henrique Vieira

    2015-08-01

    Full Text Available O comportamento alimentar tem suas bases fixadas na infância. A qualidade e quantidade dos alimentos ingeridos pela criança são essenciais, uma vez que resultam em repercussões nas práticas alimentares, tendo a escola um papel determinante na construção desses hábitos. O objetivo deste estudo foi analisar qualitativamente e quantitativamente a refeição fornecida a alunos do ensino Infantil por uma escola privada da cidade de São Paulo. Para a avaliação da qualidade do cardápio mensal, foi aplicado o método de Avaliação Qualitativa das Preparações do Cardápio (AQPC adaptado. Para quantificar o porcionamento per capita, foram considerados a quantidade de refeição servida e os alimentos colocados no prato em três dias. O consumo médio foi calculado descontando-se os restos. A qualidade do cardápio foi considerada adequada uma vez que foram fornecidos frutas, legumes e verduras todos os dias e não houve oferta de doces e sucos industrializados. O porcionamento médio foi de 248,81g per capita. Os restos representaram 20,75%. Concluiu-se que houve um índice de resto considerável, o que torna necessária a busca por medidas para a redução de desperdícios.

  14. Prática alimentar e de atividade física em adolescentes obesos de escolas públicas e privadas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lívia Freitas Campos

    2014-03-01

    Full Text Available Objetivo: Avaliar a prática alimentar e o nível de atividade física em adolescentes obesos de escolas públicas (EPu e privadas (EPr de Fortaleza-CE. Métodos: Estudo transversal realizado com 272 adolescentes de Epu e EPr, no período de abril de 2007 a maio de 2009. Aplicou-se um questionário contendo dados de identificação (idade, sexo, antropométricos (peso e altura, situação escolar, prática alimentar e nível de atividade física. Resultados: Dos avaliados, observou-se que 160 (58,8% eram do sexo feminino, com idade média de 16,5 anos (±1,31. Houve prevalência da obesidade moderada, com 85,5%, (n=171 na EPu e 76,4%, (n=55 na EPr. Não se constatou diferença entre o grau de obesidade e a rede escolar. Sobre a prática alimentar, 70,2% (n=190 consumiam menos de cinco refeições ao dia e 56,3% (n=153 não faziam o café da manhã, não tendo diferença entre as redes escolares. O consumo de frutas (10%; n=27 e vegetais (14,1%; n=38 foi baixo. Os estudantes das EPr consumiam mais refrigerantes (41,7%; n=30 do que os da EPu (28,5%; n=57; p=0,03. Constatou-se, que 47% (n=93 dos alunos da EPu e que 32,4% (n=27 da EPr não consumiam fast-food (p=0,02. Identificou-se que os adolescentes das EPu eram mais ativos do que os das EPr (77%; n=153 versus 54,2%; n=40; p=0,0002, mas essa diferença não mostrou associação com o grau de obesidade (p=0,88. Conclusão: Os adolescentes das escolas públicas e particulares apresentavam prática alimentar inadequada, havendo poucas diferenças entre eles. Os jovens das EPu apresentaram-se mais ativos que os das EPr, entretanto, este nível de atividade física não influenciou no grau de obesidade. doi:10.5020/18061230.2014.p92

  15. O ambiente alimentar e o acesso a frutas e hortaliças: “Uma metrópole em perspectiva”

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Cristine Souza Lopes

    Full Text Available Resumo Este trabalho objetivou explorar o ambiente alimentar de acordo com o acesso a frutas e hortaliças (FH, a partir da perspectiva de uma grande metrópole brasileira, referência internacional para políticas públicas de segurança alimentar e nutricional (SAN. Procedeu-se à revisão da literatura e de site oficial de divulgação das políticas de SAN e de planejamento urbano de Belo Horizonte (MG, além da construção de mapas. Os programas de SAN no município atendem a mais de um milhão de pessoas por dia, incluindo iniciativas de incentivo à produção de alimentos, defesa e promoção do consumo alimentar, comercialização subsidiada de alimentos e refeições, e capacitação em alimentação. Verificou-se no município a concentração de estabelecimentos comerciais de FH, incluindo aqueles com subsídios públicos (feiras-livres e sacolões públicos, na região mais rica da cidade, com acesso limitado na periferia e territórios de serviços de promoção da saúde (Programa Academia da Saúde. Entretanto, o aumento de unidades de sacolões públicos e privados, feiras-livres e supermercados poderia favorecer o acesso a alimentos saudáveis nos territórios mais vulneráveis. Estes dados revelam a importância do monitoramento das políticas públicas, pela sociedade civil e representantes do governo, visando reduzir as iniquidades e contribuir para melhoria da qualidade de vida e o bem-estar social da população, além de colaborar para sistemas alimentares sustentáveis. Sugere-se que políticas públicas de SAN dialoguem com outras políticas, como as de saúde, planejamento urbano, assistência social, agricultura, dentre outras, de forma a promover a equidade e atender intersetorialmente às necessidades de comunidades mais vulneráveis.

  16. Comportamentos de risco para os transtornos alimentares e traços perfeccionistas em atletas de atletismo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo de Sousa Fortes

    Full Text Available Resumo O objetivo do estudo foi analisar a influência do perfeccionismo nos comportamentos de risco para os transtornos alimentares de atletas adolescentes do sexo feminino da modalidade atletismo. Fizeram parte do estudo 52 atletas da modalidade de atletismo de clubes da cidade de São Paulo/SP com idade entre 12 e 17 anos. Utilizaram-se as subescalas do Eating Attitudes Test (EAT-26 e a Multidimensional Perfectionism Scale (MPS para avaliar os comportamentos de risco para os transtornos alimentares e os traços perfeccionistas, respectivamente. Conduziu-se a regressão linear múltipla stepwise para analisar a influência dos perfeccionismo nos comportamentos de risco para os transtornos alimentares. Os resultados indicaram influência da MPS nos escores das subescalas Dieta (F(1, 44 = 5,74; p = 0,05 e Autocontrole Oral (F(1, 44 = 6,13; p = 0,04 do EAT-26. No entanto, não foi evidenciado impacto da MPS nos escores da subescala Bulimia e Preocupação com 0 Alimenta (F(1, 44 = 1,26; p = 0,22. Assim, em razão da investigação apresentar delineamento transversal, pressupõe-se que as atletas de atletismo com traços perfeccionistas podem estar mais susceptíveis para a restrição alimentar e a influência ambiental para a ingesta alimentar.

  17. Risco para transtornos alimentares em escolares de Salvador, Bahia, e a dimensão raça/cor

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Liliane de Jesus Bittencourt

    2013-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar a existência de fatores de risco associados aos transtornos alimentares em escolares da cidade de Salvador, Bahia, por meio da dimensão étnico-racial como fator de heterogeneidade. MÉTODOS: Os participantes da pesquisa são escolares do sexo feminino, na faixa etária entre 15 e 30 anos, residentes na cidade de Salvador, no Estado da Bahia. Foram investigadas 626 estudantes, selecionadas em instituições públicas e privadas de ensino médio e universitário. Utilizaram-se o Eating Atittude Test-26, o Body Shape Questionnaire e o Beck Depression Inventory como instrumentos de identificação de risco para os transtornos alimentares. A classificação étnico-racial se deu por autodeclaração, de acordo com as categorias do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Foram realizadas análises descritivas, bivariadas (χ2 de Pearson e regressão logística multivariada para análise dos dados. RESULTADOS: As estudantes que se identificaram como amarelas ou indígenas têm 3,6 vezes mais chances de desenvolverem comportamentos alimentares desordenados e 4,8 vezes mais possibilidade de estarem insatisfeitas com sua imagem corporal. As pardas apresentam 2,5 vezes mais risco para essa insatisfação. A depressão é uma comorbidade que deve ser considerada, apesar de não estar associada significativamente à raça/cor. CONCLUSÃO: As mulheres não brancas em Salvador apresentam risco de desenvolver transtornos alimentares. Outros estudos que combinam métodos quantitativos e qualitativos podem permitir uma análise mais robusta quanto à relação entre transtornos alimentares e raça/cor e etnia.

  18. Caracterização dos estudos de avaliação do consumo alimentar de pré-escolares Characterization of dietary intake assessment studies in pre-school children

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Couto Falcão-Gomes

    2006-12-01

    Full Text Available Os estudos dietéticos fornecem elementos elucidativos que contribuem para a compreensão da dinâmica e determinação dos diversos agravos nutricionais que atingem a população infantil. As investigações do consumo alimentar de crianças pequenas utilizam os mesmos métodos de inquéritos empregados nas demais faixas etárias, diferenciando-se pela necessidade de um respondente, geralmente um dos pais ou o cuidador da criança. O objetivo do trabalho foi identificar os principais métodos de avaliação do consumo alimentar utilizados nos inquéritos com pré-escolares, assim como os itens e formas de análise mais comumente empregados. Verificou-se que os estudos apresentaram baixa comparabilidade, em função, entre outros fatores, do uso de diferentes formas de análise e metas de ingestão. O recordatório de 24h foi o método mais utilizado, geralmente associado a um outro método de inquérito. Ainda são poucos os estudos que empregam as novas cotas dietéticas de referência para avaliação da adequação das dietas. No Brasil, assim como nos demais países em desenvolvimento, os estudos ainda priorizam as carências nutricionais. Apesar do aumento no número de estudos brasileiros nos últimos anos, as pesquisas existentes são de limitada comparabilidade, sendo essencial que se invista em uma estrutura (tabelas, softwares, seleção de indicadores que possibilite um diagnóstico nutricional mais fidedigno e com potencial de comparação.Dietary studies provide elucidative elements that contribute to the comprehension of both dynamics and determination of the several nutritional problems that afflict children of young age. Apart from the need of a respondent (generally one of the child's parent or a caregiver, dietary assessment of young children uses the same inquiry methods applied to people of other ages. The aim of this paper was to identify the most used inquiry methods applied in food consumption investigations of pre

  19. Lesões granulomatosas encontradas em bovinos abatidos para consumo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bianca Tessele

    2014-08-01

    Full Text Available Com o objetivo auxiliar profissionais médico-veterinários no reconhecimento das lesões de bovinos encontradas na linha de inspeção de carnes em matadouros frigoríficos, três condições granulomatosas de bovinos foram pesquisadas e suas semelhanças e diferenças avaliadas. Essas três condições granulomatosas foram actinobacilose (causada por Actinobacillus lignieresii, actinomicose (causada por Actinomyces bovis e mastite estafilocócica (causada por Staphylococcus aureus. Em 505 lesões encontradas em bovinos abatidos para consumo humano, 40 eram uma dessas três lesões granulomatosas: 24 eram actinobacilose, 10 eram actinomicose e seis eram mastite estafilocócica. De um modo geral, os aspectos macro e microscópicos dessas três lesões eram bastante semelhantes, mas suas localizações ajudavam a presumir sua etiologia. A. lignieresii afetou tecidos moles, principalmente língua e linfonodos da cabeça; A. bovis afetou o tecido ósseo, principalmente o da mandíbula; e S. aureus teve a glândula mamária como o tecido alvo. Histologicamente, os granulomas resultantes da infecção por qualquer um desses três agentes continham uma estrutura amorfa, eosinofílica, com clavas irradiadas, localizada centralmente; essa estrutura era rodeada por neutrófilos íntegros e degenerados, que, por sua vez, eram cercados por um manto de macrófagos epitelioides e ocasionais células gigantes multinucleadas. Esses mantos de macrófagos eram irregularmente infiltrados por linfócitos e plasmócitos que tendiam a se acumular na periferia da lesão, que era cercada por uma cápsula de tecido conjuntivo. Dependendo da aplicação do método de coloração adequado, o agente etiológico podia ser visto em cada um dos três tipos de lesão granulomatosa. No caso da mastite estafilocócica, cocos intralesionais foram observados tanto nas colorações por HE como nas de Gram, nessa última como cocos gram-positivos. O agente da actinobacilose

  20. Avaliação dos efeitos do aspartame sobre a ingestão alimentar, os parâmetros físicos, bioquímicos e histopatológicos em ratos Wistar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    A.E. Silva

    Full Text Available RESUMO Nos últimos anos, tem-se observado um aumento no consumo de alimentos diet e light por adolescentes ou por aqueles que estão à procura de uma alimentação com baixo teor calórico, surgindo, assim, diversos edulcorantes, como o aspartame. Porém, seu consumo ainda gera polêmica, devido a muitos dados contraditórios e inconclusivos. Diante disso, objetivou-se avaliar os efeitos da suplementação de aspartame sobre ingestão alimentar, parâmetros físicos, bioquímicos e histopatológicos em 18 ratos machos da linhagem Wistar, com cinco semanas de vida (ratos jovens, tratados durante 21 dias. Os animais foram distribuídos aleatoriamente em dois grupos: grupo controle (GC - tratados com água destilada por gavagem, e o grupo aspartame (GA - tratados diariamente com 2mL/100g/dia de aspartame. Todos os animais receberam ração comercial (Essence(r e água ad libitum. O controle da ingestão alimentar foi registrado semanalmente. Foram aferidos os parâmetros físicos por meio da análise do peso corporal, da circunferência toráxica, da circunferência abdominal, do comprimento vértice-cóccix, da gordura abdominal total e do cálculo do índice de massa corporal; os parâmetros bioquímicos foram analisados por meio da glicemia, da lipoproteína de alta densidade e dos triglicerídeos; além de tais análises, foi realizado o estudo histopatológico do fígado. Durante todo o experimento, os ratos tratados com aspartame apresentaram um aumento significativo no peso corpóreo e na ingestão alimentar quando comparados ao grupo controle. Não houve diferença nas demais análises tanto físicas, quanto bioquímicas e histopatológicas comparando-se o GA com o GC (P<0,05. Com base nos resultados obtidos, é possível inferir uma maior chance de desenvolvimento da obesidade, oriunda do consumo regular desse tipo de adoçante, já que ele comprovou ser capaz de estimular o consumo de alimentos e, consequentemente, o ganho de peso corpóreo.

  1. O que é comportamento de risco para transtornos alimentares em adolescentes?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Greisse Viero da Silva Leal

    2013-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Caracterizar comportamento de risco para transtornos alimentares (TA e sua frequência entre adolescentes em uma revisão da literatura nacional e internacional. MÉTODOS: Foi realizada uma busca bibliográfica por meio de uma revisão integrativa nas bases de dados PubMed (US National Library of Medicinee Lilacs e no portal SciELO,utilizando-se os descritores relacionados à "eating disorder risk behavior". Foram selecionados artigos publicados nos últimos 10 anos, nos idiomas português, espanhol e inglês, e especificamente com adolescentes. Foram avaliados 76 artigos e analisados a nomenclatura e os instrumentos utilizados para avaliar comportamento de risco para TA e sua prevalência. RESULTADOS: Encontrou-se uma série de termos para avaliar risco para TA. A metodologia mais utilizada foi a de questionários e escalas, destacando-se o EAT-26 ou 40 e o BITE, dentre os mais frequentes; a prevalência de risco variou de 0,24% a 58,4%. CONCLUSÃO: Diferentes nomenclaturas e instrumentos são utilizados para avaliar comportamento de risco para TA entre adolescentes, com grande amplitude nos resultados de prevalência. Maior padronização de termos e metodologia de avaliação permitiriam melhor comparação entre estudos epidemiológicos em diferentes localidades.

  2. Desempenho alimentar e sobrevivência de Euschistus heros parasitado por Hexacladia smithii em sementes de soja

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nunes Maria Clarice

    2002-01-01

    Full Text Available Avaliou-se, em laboratório, a influência do parasitóide Hexacladia smithii Ashmead (Hymenoptera: Encyrtidae na atividade alimentar e sobrevivência de Euschistus heros (Fabricius (Hemiptera: Pentatomidae, aos 10, 20, 30 e 40 dias após o início do parasitismo. A atividade alimentar foi avaliada pelo número de bainhas constatadas nas sementes de soja, Glycine max (L. Merrill (Fabaceae, em 48 horas de alimentação. O teste foi mantido sob condições controladas de temperatura (25±2°C, umidade (65±10% e fotoperíodo (14L:10E. No início do desenvolvimento de H. smithii a atividade alimentar dos percevejos não-parasitados e parasitados foi semelhante, obtendo-se, entretanto, duas vezes mais bainhas alimentares depositadas/grão pelos machos e fêmeas, após 30 dias de parasitismo. A sobrevivência dos percevejos parasitados foi menor que a dos percevejos não-parasitados, alcançando 100% de mortalidade 40 a 50 dias após o início do parasitismo. A redução na sobrevivência dos percevejos parasitados por H. smithii e a atividade alimentar, semelhante a dos percevejos não-parasitados durante quase todo o período de desenvolvimento do parasitóide, destacam a contribuição desse parasitismo na redução da população do percevejo-marrom E. heros.

  3. Desenvolvimento de um questionário de freqüência alimentar para avaliação do consumo alimentar de crianças de 2 a 5 anos de idade Development of a food frequency questionnaire for children aged 2 to 5 years

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Carolina Almada Colucci

    2004-12-01

    Full Text Available Devido ao crescente interesse sobre a possível relação entre a alimentação de crianças e adolescentes e doenças na idade adulta, a dieta de indivíduos jovens tem sido pesquisada. Este trabalho teve por objetivo desenvolver um questionário de freqüência alimentar para avaliar a dieta habitual de crianças de 2 a 5 anos de idade (QFAC. Foram identificados os alimentos mais representativos para o consumo de energia - carboidrato, proteína, lipídio, retinol, vitamina C, cálcio e ferro - a partir de recordatórios de 24h de crianças de 2 a 5 anos do município de São Paulo. No QFAC foram definidas porções médias ou medianas, o tempo precedente foi estipulado em 6 meses e a freqüência de consumo apresentada em 7 categorias. O QFAC apresentou-se como um instrumento adequado para a avaliação da dieta habitual de crianças de 2 a 5 anos de idade, possibilitando a investigação das características da alimentação habitual deste grupo e o estabelecimento das possíveis relações entre a dieta e o estado nutricional.This study was conducted to design a food frequency questionnaire for assessing the regular diets of children aged 2 to 5 years. It identified the most important sources of total calories, carbohydrate, proteins, total fat, retinol, vitamin C, calcium and iron from 24h dietary recalls applied to a random population sample aged 2 to 5 years in the city of São Paulo. Average or median portions were defined. The FFQ investigated the frequency of children's consumption of 57 items over the previous six months. Seven categories of food frequency were defined. The FFQ proved to be useful in epidemiological studies of children's intake over extended periods, making it possible to identify the dietary habits of this group and to evaluate the association between diet and nutritional status.

  4. Educação alimentar e nutricional em escolares: uma revisão de literatura

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flavia Pascoal Ramos

    2013-11-01

    Full Text Available A educação alimentar e nutricional é vista como uma estratégia para promoção de hábitos alimentares saudáveis e acredita-se que a escola seja um espaço apropriado para desenvolver essas ações. Objetivou-se descrever e analisar o panorama da publicação científica sobre estudos de intervenção no campo da educação alimentar e nutricional em escolares no Brasil. Realizou-se uma revisão de literatura na qual foram selecionados artigos publicados entre 2000 e 2011. Observou-se que, apesar da relevância do tema, há um baixo número de publicações na área e que a maior parte foi publicada a partir de 2009. Os resultados apontados foram melhora no conhecimento em nutrição e nas opções alimentares. Entretanto, a maioria dos estudos que realizou avaliação antropométrica não encontrou mudanças no estado nutricional. Soma-se que os estudos optaram por metodologias baseadas nos estudos epidemiológicos de intervenção, indicando a necessidade de intervenções baseadas em metodologias inovadoras de educação em saúde, bem como modelos de pesquisa que correspondam aos objetos de estudo.

  5. Comportamentos de consumo de haxixe e saúde mental em adolescentes: Estudo comparativo

    National Research Council Canada - National Science Library

    Silva, Ana Sofia; Deus, Alberto Afonso de

    2005-01-01

    O presente estudo teve como objectivos avaliar a situação acerca dos comportamentos de consumo de haxixe, em adolescentes inseridos em meio escolar, estudar a influência de variáveis como, a situação...

  6. Freqüência de consumo de dietas ricas em gordura e pobres em fibra entre adolescentes Frequency of high-fat and low-fiber diets among adolescents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marilda Borges Neutzling

    2007-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever a freqüência e os fatores associados ao consumo de dietas ricas em gordura e pobres em fibra em adolescentes. MÉTODOS: Estudo de delineamento transversal com adolescentes de 10 a 12 anos, realizado em 2004/2005, em Pelotas, RS. A freqüência alimentar no ano anterior à pesquisa foi avaliada pelo questionário de Block, composto por 24 itens alimentares, pontuados de acordo com a freqüência de consumo de alimentos ricos em fibras e gorduras. Na análise bruta, as prevalências de dietas ricas em gordura e pobres em fibra foram comparadas conforme sub-grupos das variáveis independentes (sexo, cor da pele, nível socioeconômico, escolaridade materna e estado nutricional do adolescente. Para controle de fatores de confusão, uma análise multivariável por regressão de Poisson foi realizada para cada desfecho. RESULTADOS: Foram encontrados 4.452 adolescentes, representando 87,5% da coorte original. A maioria dos jovens (83,9% consumia dieta pobre em fibra, e mais de um terço deles (36,6% consumia dieta rica em gordura. O nível socioeconômico e a escolaridade materna mostraram-se diretamente associados com a prevalência de consumo de dietas ricas em gordura. Jovens dos níveis socioeconômicos A+B e C apresentaram menor freqüência de consumo de dietas pobres em fibra. CONCLUSÕES: A prevalência de dietas ricas em gordura e pobres em fibra foi elevada nessa população de adolescentes. Políticas públicas dirigidas aos determinantes dos hábitos alimentares são necessárias e urgentes.OBJECTIVE: To describe the frequency and associated factors of high-fat and low-fiber diets among adolescents. METHODS: A cross-sectional study was carried out in adolescents aged 10-12 years in Pelotas, southern Brazil, in 2004 and 2005. Dietary patterns in the previous 12 months were evaluated using the Block questionnaire comprising 24 food items scored according to the frequency of consumption of high-fat and low-fiber food. In

  7. Riscos percebidos pelo consumidor e estratégias para minimizá-los no consumo de saladas de horataliças cruas em restaurantes à la carte

    OpenAIRE

    Mariana Schievano Danelon

    2012-01-01

    Resumo: O padrão alimentar da população brasileira tem sido caracterizado, entre outros aspectos, pelo reduzido consumo de hortaliças e pelo crescimento do número de refeições realizadas fora do domicílio. A utilização dos serviços de alimentação pode representar oportunidade para a inclusão de variedade de hortaliças na dieta. Tem sido pouco estudado, no Brasil, o comportamento do consumidor quando se alimenta fora de casa. Este pode ser influenciado pelos riscos percebidos em uma situação d...

  8. Quais os suplementos alimentares mais utilizados?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alex Bisotto Ferreira

    2016-07-01

    Full Text Available O consumo de suplementos alimentares tem sido muito utilizado e difundido por praticantes de atividade física, em especial a musculação por pessoas com objetivos de melhora em desempenho, redução de gordura corporal, aumento de massa muscular entre outros. Esta pesquisa tem como objetivo revisar sobre quais os suplementos alimentares são utilizados na atualidade, e destacar o mais utilizado. A fonte dos dados é uma pesquisa bibliográfica realizada em média dos últimos 15 anos, foram examinados 232 estudos, sendo selecionados 48. Os suplementos alimentares discutidos nesse artigo foram: Carboidratos, vitaminas e minerais, l-carnitina, creatina, proteínas e aminoácidos. O principal motivo para a utilização de suplementos foi o aumento de massa muscular, predominantemente indicado por professores, instrutores e treinadores, apesar da grande variedade, os suplementos mais utilizados são as proteínas e aminoácidos, e, na maioria dos casos com o intuito de aumentar a massa muscular e melhorar sua recuperação.

  9. Conhecimento dos cirurgiões dentistas sobre manifestações orais em pacientes portadores de transtornos alimentares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nathalia Luersen Maciel

    2017-08-01

    Full Text Available Os transtornos alimentares podem repercutir nos dentes e nos tecidos bucais. O tratamento destes transtornos demanda de uma abordagem interdisciplinar e o cirurgião-dentista representa um importante papel na equipe multiprofissional. O objetivo deste estudo foi verificar e analisar o conhecimento dos cirurgiões-dentistas a respeito da Anorexia Nervosa e Bulimia Nervosa e suas manifestações orais. A pesquisa, de natureza quantitativa transversal, foi realizada através da aplicação de questionários a 100 cirurgiões-dentistas do Centro de Estudos Odontológicos CEOM, da Escola de Odontologia IMED e da Iodontus Odontologia. Como resultados, 81% dos profissionais entrevistados realizam atividades educativo-preventivas, 94% relataram que possuíam pouco conhecimento a respeito da Anorexia Nervosa e da Bulimia Nervosa, 95% acreditam na importância do diagnóstico de transtornos alimentares e 57% já teve contato “algumas vezes” com pacientes portadores de transtornos alimentares. Segundos os cirurgiões-dentistas, as principais alterações relatadas foram erosão dentária, sensibilidade, úlceras e eritema de palato e gengiva. Conclui-se, dessa forma, que muitas vezes como primeiros profissionais da saúde a diagnosticar estes distúrbios, os cirurgiões-dentistas ainda necessitam obter um maior conhecimento em relação aos transtornos alimentares e suas manifestações orais, a fim de estarem aptos a realizar um correto diagnóstico e ter sucesso no tratamento odontológico dos pacientes portadores de transtornos alimentares.

  10. Familiares de pessoas diagnosticadas com transtornos alimentares: participação em atendimento grupal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Laura Vilela e Souza

    Full Text Available O discurso biomédico com foco no diagnóstico frequentemente tem sido utilizado como recurso exclusivo para informar a assistência aos familiares de pessoas diagnosticadas com anorexia nervosa e bulimia nervosa. Este estudo buscou compreender como essas famílias constroem justificativas para participação em um grupo de apoio no contexto de tratamento dos transtornos alimentares. Uma sessão desse grupo, que abordava a temática de nosso interesse, foi analisada com apoio do discurso construcionista social. A análise empreendida destacou os sentidos coproduzidos sobre a ausência de alguns familiares no grupo, a diminuição de frequência de participação dos pais, a função desse grupo no tratamento, a periodicidade ideal de participação da família e a possibilidade de familiares e coordenadores do grupo coconstruírem o espaço conversacional.

  11. Hábitos alimentares de serpentes em Espigão do Oeste, Rondônia, Brasil

    OpenAIRE

    Bernarde,Paulo Sérgio; Abe,Augusto Shinya

    2010-01-01

    O presente estudo teve como objetivo estudar os hábitos alimentares das serpentes em Espigão do Oeste, Rondônia (Sudoeste da Amazônia), Brasil. As serpentes foram registradas através de procura limitada por tempo, armadilhas de interceptação e queda, coleta por terceiros e encontros ocasionais. As serpentes coletadas tiveram o conteúdo estomacal e intestinal examinados. Em 89 espécimes pertencentes a 31 espécies de serpentes foram registradas informações sobre alimentação. Dos 114 itens regis...

  12. Consumo alimentar e padrão de refeições de adolescentes, São Paulo, Brasil Food intake and meal patterns of adolescents, São Paulo, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Greisse Viero da Silva Leal

    2010-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o consumo alimentar e o padrão de refeições de adolescentes, São Paulo, Brasil. MÉTODOS: Por meio do Recordatório de 24 horas, avaliou-se o consumo energético total, de macronutrientes, cálcio, ferro e vitamina A e a omissão de refeições ou sua substituição por lanche, de adolescentes de uma escola pública de Ilhabela. Comparou-se o consumo alimentar por grupo com a Pirâmide Alimentar do adolescente. Foi realizada análise descritiva, aplicou-se o teste Qui-quadrado (p OBJECTIVE: To assess food intake and meal patterns in adolescents, a cross-sectional study was conducted with 228 adolescents from a public school, SP, Brazil. METHODS: Total energy, macronutrients, calcium, iron, and vitamin A intakes were evaluated. The food pattern was compared with the eating patterns established by the Food Pyramid for adolescents. Meal frequency was assessed to identify meal skipping. Descriptive statistics and Chi Square were used. RESULTS: Mean energy intake was lower than estimated for 66% adolescents, carbohydrate intake was lower than estimated for 50% adolescents, fat intake was higher than estimated for 50% of adolescents, and protein intake was above the recommendation for 40% of adolescents. Among adolescents studied, 21% skipped breakfast and one third of them had snacks instead of lunch or dinner. CONCLUSION: The diet of adolescents had insufficient energy intake and deficient intake of fruits and vegetables. Meal patterns were satisfactory, but breakfast should be encouraged.

  13. Hipersensibilidade alimentar em cães Food hypersensitivity in dogs

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    P.S. Salzo

    2009-06-01

    Full Text Available Realizou-se um estudo retro e prospectivo em 117 cães com prontuários suspeitos de apresentarem hipersensibilidade alimentar. Os animais foram distribuídos em dois grupos: os do grupo I (n=86 foram atendidos em 1993 e 1994 e os do grupo II (n=31 em 1995. Os cães de ambos os grupos foram caracterizados quanto aos aspectos epidemiológicos e clínicos. Os do grupo II foram submetidos a exames complementares para a diferenciação diagnóstica do prurido, incluindo: hemograma, micológico e parasitológico cutâneo, coproparasitológico, histológico de pele e sorológicos - RAST (radioimunoensaio e ELISA (ensaio imunoenzimático - ambos para determinação de IgE contra antígenos alimentares -, e ao exame da dieta de eliminação seguida pela exposição provocativa. Este último exame foi o mais confiável para o estabelecimento do diagnóstico, ao determinar que 20 cães, provenientes de ambos os grupos, eram alérgicos a alimentos. Pelos RAST e ELISA, não foi possível demonstrar resultados confiáveis quando comparados aos resultados com a dieta de eliminação. Os animais acometidos foram principalmente machos, com raça definida e na faixa etária de um a seis anos. Os principais alimentos incriminados foram a carne bovina, o arroz e a carne de frango.From 1993 to 1995, 117 cases of dogs suspected of food hypersensitivity were reviewed and analyzed. The animals were distributed in two groups: group I included 86 dogs assisted in the first two years of the study; and group II included 31 dogs that were observed in 1995. Dogs from both groups were characterized according to clinical and epidemiological aspects. Animals from group II were also submitted to exams in order to eliminate other similar causes of pruritus and to establish the diagnosis of food hypersensitivity, including complete blood counting, fungal culture, skin scraping, fecal exam, skin histopathology, and RAST and ELISA (both for the detection of serum IgE against food

  14. Mudanças no consumo alimentar e atividade física de escolares de Florianópolis, SC, 2002 - 2007 Cambios en el consumo alimentario y actividad física de escolares de Florianópolis, Sur de Brasil, 2002-2007 Changes in food consumption and physical activity in schoolchildren of Florianópolis, Southern Brazil, 2002 - 2007

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Filipe Ferreira da Costa

    2012-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a mudança em cinco anos do consumo alimentar e nível de atividade física em escolares. MÉTODOS: Estudo com amostra representativa (n = 4.168 de escolares de sete a dez anos de idade de Florianópolis, SC. Medidas do consumo alimentar e atividade física foram realizadas em dois estudos de base escolar em 2002 (n = 2.936; 51% meninos; idade média = 8,5 anos e 2007 (n = 1.232; 50,7% meninos; idade média = 8,6 anos, utilizando questionários ilustrados. O teste do qui-quadrado foi utilizado para avaliar a mudança no consumo de oito alimentos/grupos de alimentos, no atendimento às recomendações do Guia Alimentar para a População Brasileira e no nível de atividade física (avaliado segundo os terços de distribuição do escore e o tipo de deslocamento para a escola. As análises foram realizadas segundo a rede de ensino. RESULTADOS: Houve redução da proporção de crianças que relatou o consumo de frutas, verduras e legumes, feijão, carnes, guloseimas, pizza, batata frita e refrigerantes. Maior proporção de escolares da rede privada atendeu às recomendações de restrição de consumo de refrigerantes, pizzas e batata frita, e de maior consumo de frutas, verduras e legumes, em ambos os estudos. Por outro lado, maior proporção de escolares da rede pública atendeu às recomendações para o consumo de carnes em 2007. Os valores medianos do escore de atividade física diminuíram em 2007. Em ambos os anos escolares da rede privada foram mais ativos. A proporção de escolares que se deslocou ativamente para a escola reduziu de 49% para 41% (p OBJETIVO: Evaluar el cambio en cinco años de consumo alimentario y nivel de actividad física en escolares. MÉTODOS: Estudio con muestra representativa (n=4.168 de escolares de siete a diez años de Florianópolis, Sur de Brasil. Medidas de consumo alimentario y actividad física fueron realizadas en dos estudios de base escolar en 2002 (n=2.936; 51% niños; edad promedio

  15. Mudanças no consumo alimentar e atividade física de escolares de Florianópolis, SC, 2002 - 2007 Cambios en el consumo alimentario y actividad física de escolares de Florianópolis, Sur de Brasil, 2002-2007 Changes in food consumption and physical activity in schoolchildren of Florianópolis, Southern Brazil, 2002 - 2007

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Filipe Ferreira da Costa

    2012-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a mudança em cinco anos do consumo alimentar e nível de atividade física em escolares. MÉTODOS: Estudo com amostra representativa (n = 4.168 de escolares de sete a dez anos de idade de Florianópolis, SC. Medidas do consumo alimentar e atividade física foram realizadas em dois estudos de base escolar em 2002 (n = 2.936; 51% meninos; idade média = 8,5 anos e 2007 (n = 1.232; 50,7% meninos; idade média = 8,6 anos, utilizando questionários ilustrados. O teste do qui-quadrado foi utilizado para avaliar a mudança no consumo de oito alimentos/grupos de alimentos, no atendimento às recomendações do Guia Alimentar para a População Brasileira e no nível de atividade física (avaliado segundo os terços de distribuição do escore e o tipo de deslocamento para a escola. As análises foram realizadas segundo a rede de ensino. RESULTADOS: Houve redução da proporção de crianças que relatou o consumo de frutas, verduras e legumes, feijão, carnes, guloseimas, pizza, batata frita e refrigerantes. Maior proporção de escolares da rede privada atendeu às recomendações de restrição de consumo de refrigerantes, pizzas e batata frita, e de maior consumo de frutas, verduras e legumes, em ambos os estudos. Por outro lado, maior proporção de escolares da rede pública atendeu às recomendações para o consumo de carnes em 2007. Os valores medianos do escore de atividade física diminuíram em 2007. Em ambos os anos escolares da rede privada foram mais ativos. A proporção de escolares que se deslocou ativamente para a escola reduziu de 49% para 41% (p OBJETIVO: Evaluar el cambio en cinco años de consumo alimentario y nivel de actividad física en escolares. MÉTODOS: Estudio con muestra representativa (n=4.168 de escolares de siete a diez años de Florianópolis, Sur de Brasil. Medidas de consumo alimentario y actividad física fueron realizadas en dos estudios de base escolar en 2002 (n=2.936; 51% niños; edad promedio

  16. Transformaciones alimentarias en Puerto Vallarta, México Mudancas alimentares em Puerto Vallarta, Mexico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Ávila

    2009-12-01

    Full Text Available Puerto Vallarta está situada na costa meridional do Pacífico mexicano, destino turístico considerado de grande prestígio. Além disso, é também reconhecida pela sua qualidade de sua cozinha, vista como gourmet. Entretanto, a alta gastronomia é apenas uma parte da vasta diversidade de culinárias que se oferecem nessa cidade-porto, um resultado das profundas mudanças sociais ali transcorridas nas últimas três décadas. O texto oferece uma breve explanação da introdução e evolução de alguns usos alimentares em Puerto Vallarta, expondo também uma articulação com o contexto local, analisando o abastecimento, a composição alimentar e seus ritmos. Nesse sentido, questiona-se a existência de um modelo alimentar local justaposto às fortes influências exógenas e que teria poucos vínculos com uma possível identidade cultural da população local.Puerto Vallarta, located on the Mexican Pacific coast, is now a prestigious tourist destination. It is also considered a venue for gourmet cooks, due to the elaborate variety of gastronomy available. Nevertheless, what meets the eye is only part of a motley crowd of culinary possibilities that emerge simultaneously in this port, which in turn are the result of the giddy social change of the last three decades. The following text gives a brief explanation of the historic evolution of Puerto Vallarta regarding the introduction of different culinary traditions; it explores the perceptions of local inhabitants of these gastronomic innovations; these perceptions are duly related to a supposed local cultural ethos; and finally it proposes that the juxtaposition of what is on offer gastronomically is an extension of certain ‘food models’ and the development of a new socio-cultural identity.Situado en la costa meridional del Pacífico mexicano, Puerto Vallarta es un sitio turístico prestigiado, y es también considerado un destino de cocina gourmet. Sin embargo, la alta gastronomía es s

  17. APLICAÇÃO DA ENERGIA HIDRELÉTRICA EM UMA SALA DE AULA BUSCANDO A ECONOMIA NA FORMA DO CONSUMO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo Mateus Rieger

    2011-07-01

    Full Text Available Após a revolução industrial, com o êxodo rural, houve um grande crescimento populacional urbano trazendo consigo o aumento no consumo elétrico e consequentemente necessitando de uma maior demanda de produção de energia. Em meio a essa evolução, tornou-se essencial a construção de mais fontes geradoras de energia elétrica, causando diversos impactos ambientais. Atualmente a criação de programas de conservação buscando métodos para a redução do consumo de energia, visa adotar novos estilos de vida e padrões de consumo o que vem sendo um grande desafio a todos. Segundo PUCRS (2010, p.05. um programa de conservação e uso racional de energia consiste em uma série de ações e medidas de caráter técnico, gerencial e comportamental, que visam a diminuir o consumo de energia e buscam a sustentabilidade. Neste projeto serão citadas algumas maneiras de redução de consumo de energia elétrica em uma sala de aula da escola Osvaldo Crus, sendo esta energia proveniente de usina hidrelétrica. “[...] A maior e mais potente usina hidroelétrica do mundo, é a Usina Itaipu, localizada na fronteira entre Brasil e Paraguai, ela é capaz de produzir 90000 giga watts por ano, o suficiente para alimentar a cidade de Londres por 3 anos.” ( GIGANTES DA ENGENHARIA, 2009. A conscientização de todo o corpo acadêmico do colégio Osvaldo Cruz é de fundamental importância para a realização desse projeto, desde um simples gesto como desligar as luzes quando o ambiente não estiver sendo utilizado, fechar todo o ambiente ao ligar o condicionador de ar, entre outros, sendo que isto trará melhorias e benefícios para todos, já que reduzindo o consumo de energia, indiretamente estaremos reduzindo os níveis de impactos ambientais.

  18. Modelo etiológico dos comportamentos de risco para os transtornos alimentares em adolescentes brasileiros do sexo feminino

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo de Sousa Fortes

    2016-01-01

    Full Text Available Resumo: O objetivo foi construir um modelo etiológico dos comportamentos de risco para os transtornos alimentares em adolescentes brasileiros do sexo feminino. Participaram 1.358 adolescentes de quatro cidades. Foram avaliados os comportamentos de risco para os transtornos alimentares, insatisfação corporal, pressões midiáticas, autoestima, estado de humor, sintomas depressivos e perfeccionismo por intermédio de escalas psicométricas. Peso, estatura e dobras cutâneas foram aferidos para calcular o índice de massa corporal (IMC e o percentual de gordura (%G. O modelo de equação estrutural explanou 76% da variância dos comportamento de risco (F(9, 1.351 = 74,50; p = 0,001. Os achados indicaram que a insatisfação corporal mediou a relação entre as pressões midiáticas, autoestima, estado de humor, IMC, %G e os comportamentos de risco (F(9, 1.351 = 59,89; p = 0,001. Vale destacar que embora os sintomas depressivos não tenham se relacionado com a insatisfação corporal, o modelo indicou relação direta com os comportamentos de risco para os transtornos alimentares (F(2, 1.356 = 23,98; p = 0,001. Concluiu-se que somente o perfeccionismo não aderiu ao modelo etiológico dos comportamentos de risco para os transtornos alimentares em adolescentes brasileiras.

  19. Avaliação do consumo alimentar de crianças pertencentes a uma creche filantrópica na Ilha de Paquetá, Rio de Janeiro, Brasil Food intake assessment of children attending a philanthropic daycare center in the Ilha de Paquetá, Rio de Janeiro, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roseane M. S. Barbosa

    2006-03-01

    Full Text Available OBJETIVOS: comparar o consumo alimentar de pré-escolares, pertencentes a uma creche filantrópica, em dois períodos (no ato da matrícula e após seis meses, com base na proposta da Pirâmide Alimentar Infantil Norte-Americana e através do Índice de Alimentação Saudável (IAS. MÉTODOS: relativamente à avaliação dietética, foi utilizada a história alimentar da criança com o responsável, no ato da matrícula; após seis meses de frequência da criança, utilizou-se o método de pesagem de alimentos (na creche e registro alimentar (na residência. Posteriormente, compararam-se as médias das porções consumidas nos dois períodos, de cada grupo alimentar, utilizando o teste "t" Student, a fim de se verificar a diferença estatística entre os grupos. Considerou-se o nível de significância de 5%. Igualmente, avaliou-se o IAS, nos dois períodos. RESULTADOS: observou-se uma diferença significativa (pOBJECTIVES: to compare the food intake of children in a philanthropic daycare center in two periods (at enrollment and following six months attendance based on the North American Food Guide Pyramid through the Healthy Eating Index (HEI. METHODS: the children eating habits were informed by the parents or custodians at enrollment and following six months of children's attendance, the food weighing technique was performed (at the daycare center and food checking (at home as well. Following, averages of the portions eaten in the two periods were compared in each of the food intake groups through the "t" Student test to determine the statistical significance between the groups, with the significance rate established at 5%. HEI for the two periods was equally assessed. RESULTS: a significant difference (p<0,05 was determined in the average of fruit and vegetable portions consumed, based on the North American Food Pyramid, and a satisfactory scoring of the Healthy Eating Index following six months of the children's attendance of the day care

  20. Caracterização do consumo alimentar residual e relações com desempenho e características de carcaça de bovinos nelore

    OpenAIRE

    Corvino,Tatiana Lucila Sobrinho

    2010-01-01

    Objetivou-se com este trabalho avaliar desempenho, parâmetros de eficiência e correlações fenotípicas entre diferentes medidas de eficiência energética de animais Nelore selecionados para peso pós desmame e classificados quanto ao consumo alimentar residual (CAR). O CAR foi calculado pela diferença entre o consumo observado e o predito, baseado no PV0,75 e ganho médio diário (GMD), sendo os animais classificados como alto CAR (> 0,5 desvio padrão da média - menos eficientes), médio CAR (± 0,5...

  1. Consumo alimentar na gestação e no pós-parto segundo cor da pele no município do Rio de Janeiro Food intake during pregnancy and postpartum according to skin color in Rio de Janeiro, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elisa Maria de Aquino Lacerda

    2007-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o consumo alimentar durante a gestação e pós-parto, segundo cor da pele. MÉTODOS: Estudo longitudinal prospectivo que incluiu 467 mulheres entre 15 e 45 anos no período pós-parto, no município do Rio de Janeiro, entre 1999 e 2001. Foi aplicado um questionário de freqüência de consumo de alimentos aos 15 dias pós-parto (consumo referente ao período da gestação e aos seis meses (consumo referente ao período pós-parto. Foi utilizada análise de covariância para analisar diferenças no consumo alimentar, segundo cor da pele, controlada pela escolaridade. RESULTADOS: Durante a gestação, pretas e pardas apresentaram consumo de energia 13,4% e 9,1% (p=0,009 e p=0,028 e consumo de carboidrato 15,1% e 10,5% maior que brancas (p=0,005 e p=0,014, respectivamente. Mulheres pretas e brancas apresentaram consumo energético 34% e 20% acima das recomendações nutricionais, respectivamente (p=0,035. Durante o período pós-parto, as pretas apresentaram consumo de energia 7,7% maior e consumo de lipídios 14,8% maior que as brancas; consumo de ácidos graxos saturados 23,8% maior que brancas (p=0,003 e 13% maior que pardas (p=0,046. A adequação de consumo de lipídios e ácidos graxos saturados foi maior em pretas que em brancas (p=0,024 e p=0,011, respectivamente. CONCLUSÕES: Os resultados mostram ser necessário revisar estratégias de intervenção nutricional no pré-natal e implementar assistência nutricional no pós-parto, para ajustar o consumo alimentar a níveis adequados, considerando as diferenças por cor/raça identificadas.OBJECTIVE: To assess dietary intake during pregnancy and postpartum according to skin color. METHODS: A longitudinal prospective study was carried out comprising 467 postpartum women aged between 15-45 years in the city of Rio de Janeiro, Southeastern Brazil, in 1999-2001. A food frequency questionnaire was administered at two weeks postpartum (intake covering the pregnancy period and at

  2. Hábitos e práticas alimentares em três localidades da cidade de São Paulo (Brasil Eating habits and practices in three localities within the city of São Paulo (Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silvana Pedroso de Oliveira

    1998-06-01

    Full Text Available Este trabalho teve como objetivo principal o estudo do consumo alimentar em três localidades na cidade de São Paulo. Um inquérito alimentar foi realizado, nos meses de julho e agosto de 1993, junto a trinta e duas mulheres, apresentando características socioeconômicas distintas: 11 na Favela de São Remo (baixa renda, 11 na Vila Madalena (renda média e 10 no Parque Continental (renda alta. Utilizou-se o método recordatório de 24 horas e o de freqüência alimentar, além de questões abertas sobre hábitos, práticas e estratégias alimentares. Observou-se semelhanças entre os grupos estudados, como por exemplo, o aumento do consumo de alimentos industrializados, o supermercado como principal local de compra de alimentos, a importância dada à carne, às frutas e aos legumes, a preferência por alimentos frescos em relação aos industrializados, as substituições ligadas à evolução dos preços dos alimentos e/ou preocupações com a saúde. Por outro lado, prevaleceu a diferenciação do consumo em função das condições socioeconômicas das famílias, verificada pela maior diversificação alimentar com a elevação da renda, com diferenças significativas (pThe principal objective of this study was an assessment of food consumption in three localities within the city of São Paulo. A food inquiry was undertaken in the months of July and August, 1993, involving thirty-two women who presented distinct socio-economic characteristics: eleven from São Remo shanty-town (low income, eleven from Vila Madalena (medium income and ten from Parque Continental (high income.The 24-hour recall and the eating frequency methods were used, as well as open questions about eating habits, practices and strategies. Similarities were observed among the groups studied: for example, the increase in the consumption of industrialized food-stuffs, the supermarket as the principal shopping place, the importance given to meat, fruits and vegetables in the

  3. Comportamentos de consumo de haxixe e saúde mental em adolescentes: Estudo comparativo

    OpenAIRE

    Silva, Ana Sofia; Deus, Alberto Manuel Sequeira Afonso de

    2005-01-01

    O presente estudo teve como objectivos avaliar a situação acerca dos comportamentos de consumo de haxixe, em adolescentes inseridos em meio escolar, estudar a influência de variáveis como, a situação famíliar, o grau de influência do grupo de pares nas decisões e as expectativas, no início e na manutenção do consumo daquela substância. Pretendeu-se ainda avaliar a existência ou não de relações entre este consumo e a saúde mental dos adolescentes. Os participantes foram 221 adolescentes de...

  4. Influência do consumo alimentar na gestação sobre a retenção de peso pós-parto Influencia del consumo alimentario en la gestación sobre la retención de peso post-parto Influence of dietary intake during gestation on postpartum weight retention

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Paula Bortoletto Martins

    2011-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a influência da alimentação durante a gestação sobre a retenção de peso pós-parto. MÉTODOS: Foram acompanhadas 82 gestantes adultas e saudáveis que iniciaram o pré-natal em serviço público de saúde no Município de São Paulo, SP, entre abril e junho de 2005. As medidas de peso e estatura foram aferidas na primeira entrevista (até 16 semanas de gestação e a medida de peso foi repetida em visita domiciliar 15 dias após o parto. O Recordatório de 24 horas foi usado para avaliar o consumo alimentar e foi aplicado nos três trimestres da gestação. Foi calculado o consumo médio de gordura saturada, fibras, açúcar adicionado, refrigerantes, alimentos processados, frutas, verduras e legumes, e a densidade energética da dieta. A retenção de peso foi obtida pela diferença entre a medida de peso pós-parto e a primeira medida realizada. A influência da alimentação sobre a retenção de peso pós-parto foi avaliada por meio de análise de regressão linear múltipla e foi realizado o teste para tendência linear. As variáveis utilizadas para ajuste do modelo foram: índice de massa corporal no início da gestação, estatura, renda familiar per capita, tabagismo, idade e escolaridade. RESULTADOS: O índice de massa corporal inicial médio foi de 24 kg/m² e a retenção média de peso foi de 1,9 kg. O aumento do consumo de gordura saturada (p = 0,005 e alimentos processados (p = 0,014 elevou de forma significativa a retenção de peso pós-parto, após ajuste pelas variáveis de controle. As demais variáveis de consumo alimentar não apresentaram relação significativa com a variável desfecho. CONCLUSÕES: O maior consumo de alimentos não saudáveis, como alimentos processados, e de gordura saturada influencia a elevação da retenção de peso pós-parto.OBJETIVO: Evaluar la influencia de la alimentación durante la gestación sobre la retención de peso post-parto. MÉTODOS: Fueron acompañadas 82

  5. Imagem corporal, atitudes alimentares, sintomas depressivos, autoestima e ansiedade em gestantes de Juiz de Fora, Minas Gerais, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Fernandes Filgueiras Meireles

    Full Text Available Resumo As mudanças vivenciadas pelas gestantes podem impactar negativamente as atitudes corporais e as variáveis associadas. Dessa forma, o objetivo deste estudo foi verificar a influência das atitudes alimentares, sintomas depressivos, autoestima, ansiedade e IMC na imagem corporal de gestantes. Este estudo quantitativo e transversal contou com 386 gestantes de todas as idades gestacionais, entre 18 a 46 anos de idade (média de 29,32 ± 6,04 anos da cidade de Juiz de Fora-MG. Foram aplicados instrumentos para avaliar atitudes corporais, atitudes alimentares, sintomas depressivos, autoestima e ansiedade. Foram coletados dados antropométricos e obstétricos. Realizou-se análises estatísticas descritivas, comparativas e correlacionais. Os achados indicaram correlações significativas entre as atitudes corporais e: atitudes alimentares inadequadas (r = 0,478, sintomas depressivos (r = 0,387, baixa autoestima (r = 0,431 e elevado IMC (r = 0,339. Além disso, essas variáveis juntas exerceram influência de 41,4% sobre a imagem corporal negativa das gestantes. Assim, recomenda-se a avaliação e a orientação nutricional e psicológica a fim de detectar e prevenir psicopatologias, tendo em vista a saúde materna e infantil.

  6. Consumo de fibra alimentar por crianças e adolescentes com constipação crônica: influência da mãe ou cuidadora e relação com excesso de peso Dietary fiber intake for children and adolescents with chronic constipation: influence of mother or caretaker and relationship with overweight

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carolina Santos Mello

    2010-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a influência da mãe ou da cuidadora sobre o consumo de fibra alimentar por crianças e adolescentes com constipação crônica bem como sua relação com a ocorrência de excesso de peso. MÉTODOS: Estudo transversal com 38 crianças e adolescentes com constipação funcional e suas respectivas cuidadoras. Para análise do consumo de fibra alimentar, foi utilizado o registro alimentar de três dias. Peso e estatura foram aferidos para verificar o estado nutricional. A história familiar de constipação foi investigada. RESULTADOS: A maioria dos pacientes com constipação (89,5%; 34/38 apresentava consumo insuficiente de fibra (inferior à idade +5g. Das 38 cuidadoras, apenas uma (2,6% apresentou ingestão de fibra superior à recomendação mínima (20g/dia. Excesso de peso foi encontrado em 28,9% (11/38 dos pacientes e em 60,5% (23/38 das suas responsáveis. Associação entre excesso de peso e presença de constipação foi verificada entre as cuidadoras (p=0,046. As crianças e adolescentes do sexo feminino com excesso de peso apresentaram menor ingestão de fibra, comparadas às sem excesso de peso (p=0,011. Nos pacientes do sexo masculino, essa associação não foi observada. O consumo de fibra pelas cuidadoras com excesso de peso foi inferior ao das demais (p=0,027. Observou-se correlação entre consumo de fibra pelas crianças com constipação e suas cuidadoras, nos sexos masculino (r=+0,561; p=0,005 e feminino (r=+0,782; pOBJECTIVE: To evaluate the influence of the mother or caretaker on the consumption of dietary fiber by children and adolescents with chronic constipation and its relationship with the occurrence of overweight. METHODS: This cross-sectional study enrolled 38 children and adolescents with functional constipation and their respective caretakers. A three-day food register was used for the analysis of the dietary fiber consumption. Weight and height were measured to verify the nutritional status

  7. Consumo alimentar: um estudo sobre crianças com sobrepeso e obesidade do Espaço Mamãe Criança de Vera Cruz/RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carina Garcia

    2014-12-01

    Full Text Available A inadequação alimentar pode se caracterizar por excesso de energia e nutrientes, causando distúrbios como a obesidade infantil. Objetivo: analisar a qualidade da alimentação de crianças com sobrepeso e obesidade entre a faixa etária de 1 a 7 anos, de ambos os sexos, participantes do Grupo Qualidade de Vida na Infância. Método: trata-se de um estudo descritivo com abordagem quantitativa, realizado na Unidade Básica de Saúde do município de Vera Cruz/RS, com 15 crianças, que são integrantes do Grupo Qualidade de Vida na Infância que atende crianças com sobrepeso e obesidade. Os dados foram coletados no período de junho a setembro de 2013. Durante o primeiro atendimento nutricional foi feita a entrevista com os pais ou responsáveis pelas crianças, utilizando o Formulário de Marcadores do Consumo Alimentar do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional, para a investigação dos hábitos alimentares. Resultados: verificou-se que há um bom consumo de frutas, feijão, leite/derivados e carne, entretanto a ingestão de verduras/legumes diminuiu com o aumento da idade. Além disso, percebeu-se que 80% das crianças com dois anos ou mais realizaram as refeições assistindo à televisão. A maioria consome alimentos não saudáveis, como: salgadinho de pacote, bolacha recheada, refrigerante, doces e embutidos. Considerações finais: conclui-se que as crianças apresentam uma boa prevalência de consumo de frutas, leite, carne e feijão, mas o mesmo não acontece com as verduras cruas e cozidas, uma vez que os pais referiram não ser um alimento bem aceito, inclusive algumas crianças tem aversão às hortaliças.

  8. Compulsão alimentar e bulimia nervosa em praticantes de exercício físico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cláudia Raulino Tramontt

    2014-10-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Estudos nacionais mostram variações na prevalência de compulsão alimentar entre 14,9 a 18,1%, enquanto a bulimia nervosa (BN apresenta-se em torno de 1 a 3,6%. Indivíduos que apresentam transtornos alimentares procuram espaços onde o exercício físico é estimulado e assim mascaram características da doença, exercitando-se compulsivamente após um episódio de compulsão alimentar. OBJETIVO: Identificar a prevalência de transtorno da compulsão alimentar periódica (TCAP e bulimia nervosa em praticantes de exercício físico associando ao estado nutricional, modalidade, frequência, duração e objetivo da prática do exercício físico. MÉTODOS: Estudo transversal composto por 103 indivíduos maiores de 18 anos com idade média de 37,7 (DP±15,6 anos, de ambos os sexos, praticantes de exercício físico há pelo menos três meses ininterruptos antes do início da pesquisa. Para análise da prevalência de TCAP e BN foi utilizado o Questionário sobre Alimentação e Peso (QEWP-R e um questionário específico sobre exercício físico. O estado nutricional foi classificado conforme o IMC. RESULTADOS: A prevalência de TCAP entre os indivíduos praticantes de exercício físico foi de 0,97%. Houve associação entre valores de IMC mais alto (p=0,026, idade menor (para TCAP p=0,036, BN p=0,01 e objetivo da prática de exercício físico declarado "estética" (para TCAP p=0,011 e BN p=0,043 com maiores pontuações nos escores de TCAP e BN. CONCLUSÃO: A prevalência de TCAP e BN encontrada neste estudo está de acordo com o referido na literatura internacional. Não foram encontradas associações entre compulsão alimentar e maior frequência de exercício físico.

  9. Regime jurídico dos suplementos alimentares

    OpenAIRE

    Martins, Diana Mafalda Miranda; Cruz, Rui Santos

    2015-01-01

    O mercado dos suplementos alimentantes teve um forte incremento nos últimos anos. Em parte devido ao estilo de vida quotidiano, os consumidores optam por complementar as quantidades de nutrientes ingeridas através do consumo de suplementos alimentares. Estes produtos estão sujeitos a regulamentação nacional e comunitária que os permite comercializar como géneros alimentícios. Em Portugal, estes produtos são considerados de venda livre, e tal como noutros países europeus, podem ser fornecid...

  10. Insegurança alimentar em domicílios brasileiros com crianças menores de cinco anos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Paula Poblacion

    2014-05-01

    Full Text Available Este artigo se propõe a estudar o processo de insegurança alimentar e fome em domicílios brasileiros com crianças menores de cinco anos. É um estudo transversal com representatividade nacional executado com dados da Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde da Criança e da Mulher (PNDS-2006 tendo como variável dependente a insegurança alimentar moderada e grave (IAM+G, medida através da Escala Brasileira de Insegurança Alimentar (EBIA. Foram geradas estimativas de prevalência e razão de prevalência com intervalos de 95% de confiança. Os resultados apontam para alta prevalência de IAM+G concentrada nas regiões Norte e Nordeste (30,7%, nas classes econômicas D e E (34% e em beneficiários de Programas de Transferência de Renda (PTR; 36,5%. O modelo de análise multivariada constatou que os riscos sociais (beneficiário de PTR, regionais (Norte e Nordeste e econômicos (classes D e E eram de 1,8, 2,0 e 2,4, respectivamente. Agregando-se os três riscos observou-se que 48% dos domicílios encontravam-se em IAM+G, ou seja, crianças e adultos passaram fome nos três meses anteriores ao inquérito.

  11. Prevalência de consumo de suplementos alimentares nos profissionais do Instituto Politécnico de Bragança

    OpenAIRE

    Garcia, Solange; Rodrigues, Diana; Costa, Juliana; Azevedo, Liliana; Ribeiro, Maria Isabel

    2014-01-01

    Atualmente, o estilo de vida da sociedade, nem sempre permite a ingestão de refeições equilibradas, o que despoleta os indivíduos a recorrer a suplementos alimentares para compensar a deficiente ingestão de certas substâncias, assim como prevenir diversas patologias.(1) Os suplementos alimentares são definidos como géneros alimentícios que se destinam a complementar e ou suplementar o regime alimentar normal e que constituem fontes concentradas de determinadas substâncias, nutr...

  12. Transtorno Alimentar e Transmissão Psíquica Transgeracional em um Adolescente do Sexo Masculino

    OpenAIRE

    Valdanha-Ornelas,Élide Dezoti; Santos,Manoel Antônio dos

    2017-01-01

    Resumo A anorexia nervosa (AN) é um transtorno alimentar de etiopatogenia multifatorial. Cuidados maternos e a configuração vincular mãe-filho são considerados fatores primordiais para o desenvolvimento psicoemocional e podem influenciar no aparecimento e curso do transtorno. Este estudo teve por objetivo investigar a transmissão psíquica dos cuidados em três gerações de uma família que tinha um de seus membros acometidos, buscando identificar os conteúdos transmitidos transgeracionalmente e ...

  13. Soberania alimentar: uma perspectiva cética

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Henry Bernstein

    2015-08-01

    Full Text Available Este trabalho busca identificar e avaliar alguns dos principais elementos que 'delimitam' a questão da Soberania Alimentar: (i um ataque global à agricultura industrial e suas consequências ecológicas, no atual momento da globalização; (ii a defesa de um (do "modo camponês" como base de um sistema alimentar sustentável e socialmente justo; e (iii um programa para concretizar esse objetivo mundial-histórico. Embora acolha o primeiro desses elementos, sou muito mais cético quanto ao segundo, pelo modo como a soberania alimentar concebe os "camponeses" e por seu postulado de que pequenos produtores adeptos da agricultura ecológica - de baixo consumo de insumos (externos e intensiva em trabalho - podem abastecer o mundo. Daí meu argumento de que a soberania alimentar é incapaz de construir um programa viável (o terceiro elemento para vincular as atividades de pequenos agricultores às necessidades alimentares de não agricultores, cujos números vêm crescendo tanto absolutamente quanto como proporção da população mundial.

  14. Interferência da disfagia orofaríngea no consumo alimentar de indivíduos com mucopolissacaridose II Interference of oropharyngeal dysphagia in food consumption in patients with mucopolysaccharidosis II

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Carolina Rocha Gomes Ferreira

    2012-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: o presente estudo visou relacionar o grau de disfagia com o consumo alimentar de indivíduos com mucopolissacaridose II (MPS II. MÉTODO: foram incluídos indivíduos com MPS II do departamento de genética da Universidade Estadual de Alagoas e excluídos aqueles com outros tipos de mucopolissacaridoses, bem como que estivessem em uso de via alternativa de alimentação. Realizadas avaliações antropométrica, dietética, fonoaudiológica para disfagia, clínica otorrinolaringológica e a videoendoscopia da deglutição. RESULTADOS: foram estudados 07 indivíduos, do gênero masculino, entre 5 e 14 anos de idade, dos quais mais de 50% faziam uso de anti-hipertensivo e 42,8% manifestavam a forma grave da doença. Seis deles apresentaram déficit de altura/ idade e mais de 70% encontravam-se obesos segundo o Índice de Massa Corporal (IMC. Foi observada disfagia em cinco deles, com média diária de consumo calórico de 920,15 ± 244,09 calorias, contra 1264,94 ± 106,85 calorias para aqueles sem disfagia, com variação intra-individual significativamente maior no grupo de portadores de disfagia (p PURPOSE: this study aimed to relate the degree of dysphagia and food consumption of individuals with mucopolysaccharidosis II (MPS II. METHOD: it was included individuals with MPS II of the genetics department at the State University of Alagoas and excluded those with other types of mucopolysaccharidosis and in use of alternative way of supply. There were performed anthropometric, dietetic, speech therapy for dysphagia,clinical evaluation and otorrinolarigologic videoendoscopy swallowing. RESULTS: there were studied 07 individuals, male, between 5 and 14 years old: from them, more than 50% were taking anti-hypertensive and 42.8% had the severe form of disease. Six had serious deficit height / age and over 70% were obese according to Body Mass Index (BMI. Dysphagia was observed in five subjects, with daily average caloric intake 920.15 ± 244

  15. Agentes comunitários de saúde da zona leste do município de São Paulo: um olhar para seu estado nutricional e consumo alimentar - doi:10.5020/18061230.2008.p3

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexanndra Corrêa de Freitas

    2012-01-01

    Full Text Available Objetivo: Caracterizar o perfil sócio-demográfico, o estado nutricional, a presença de doenças crônicas não-transmissíveis e o consumo alimentar de agentes comunitários de saúde (ACS pertencentes a cinco Unidades de Saúde da Família da Zona Leste do Município de São Paulo. Métodos: Tratou-se de um estudo quantitativo, descritivo e exploratório desenvolvido com 88 indivíduos. Coletaram-se dados sobre a situação sócio-demográfica, dados antropométricos(peso, estatura e circunferência da cintura, informações sobre presença de doenças crônicas não-transmissíveis e de consumo alimentar. Resultados: Os participantes dessa pesquisa eram predominantemente do sexo feminino 83 (94,3%, com idade variável entre 20 e 55 anos. A maioria era natural da região Sudeste 72 (81,2%, possuía ensino médio concluído 71 (80,7% e tinha renda familiar entre 2 e 5 salários mínimos 62 (70,4%. A avaliação antropométrica revelou que 46 (52,3% estavam eutróficos, 41 (46,6% com excesso de peso e 41 (46,6% apresentavam risco elevado ou muito elevado para doenças cardiovasculares, apesar de 77 (87,5% não terem referido qualquer doença crônica não-transmissível. Quanto ao consumo alimentar, encontrou-se consumo diário de arroz, feijão, pão e margarina ou manteiga e baixo consumo de leite e derivados, frutas, verduras e legumes. As carnes bovina e de frango eram as mais consumidas. O café apareceu como bebida de maior consumo diário, seguido do suco artificial. As frituras e doces eram consumidos semanalmente por 34,9% e 53,4% dos ACS, respectivamente. Conclusão: O excesso de peso e a obesidade abdominal foram os principais acometimentos à saúde dos ACS, tendo, ambos, estreita relação com suas práticas alimentares inadequadas; as quais também estavam relacionadas às suas características sócio-demográficas. NCT00682604.

  16. Resistência ao Consumo em um Circuito Urbano de Parkour

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tatiana Maria Bernardo da Silva

    2011-08-01

    Full Text Available A partir de uma pesquisa alinhada ao método etnográfico, o presente trabalho tem por objetivo investigar os valores e as práticas de resistência ao consumo adotadas pelos membros de um circuito urbano de parkour no Rio de Janeiro. Confiando em uma abordagem indutiva e interpretativa amparada por um estudo empírico de base qualitativa, foram exploradas quatro categorias de análise: (1 a resistência como valor essencial; (2 um percurso de doação; (3 o consumo aprisiona; e (4 mobilização social e resistência.

  17. Aspectos motivacionais em programas de mudança de comportamento alimentar Motivational aspects in programs of nutritional behavior changes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Alice Altenburg de Assis

    1999-04-01

    Full Text Available Este trabalho procurou reunir as informações concernentes às questões da adesão e motivação de indivíduos em programas de intervenção alimentar que visam à mudança do comportamento. Foram considerados os artigos publicados a partir de 1990, abordando inicialmente uma definição de termos sobre complacência, aderência, motivação, manutenção, recaída e lapso, palavras comumente utilizadas nos estudos sobre mudanças de comportamento. O tema fatores que interferem nas escolhas alimentares e na aderência à dieta trata genericamente, dos aspectos que determinam os hábitos e as preferências alimentares e tece considerações sobre as questões que permeiam a relação profissional-paciente. A seguir foram abordadas as principais teorias motivacionais que fundamentam os programas de intervenção alimentar e algumas considerações sobre a aplicação destas teorias num programa de intervenção nutricional. O "estado da arte" dos programas de intervenção nutricional que visam à mudança do comportamento alimentar, apresentado nas publicações relatadas, aponta para a necessidade da utilização e integração dos modelos da teoria social cognitiva e treinamento profissional para aquisição de habilidades técnicas para motivar as pessoas na realização das mudanças desejáveis.This article is a review of the most recent publications related to the motivation and adherence factors in nutritional intervention programs directed toward behavioral changes. The review included papers published since 1990. The initial part of the article presents the definitions of several terms commonly associated with researches on the behavioral change area, such as adherence, complacence, motivation, maintenance and relapse. Afterwards, the authors present information related to the factors that have been found to interfere in food choices and those that may determine the nutricional habits. The patient - professional relationship is also

  18. CONOCIMIENTO SOBRE NUTRICIÓN Y CONSUMO DE SUPLEMENTOS EN GIMNASIOS EN LA CIUDAD DE JUIZ DE FORA, BRASIL

    OpenAIRE

    Fernanda Gargiulo Lopes; Larissa Loures Mendes; Mirella Lima Binoti; Natália Pereira de Oliveira; Nathércia Percegoni

    2015-01-01

    Introdução O consumo de suplementos alimentares tem ganhado destaque entre desportistas. Contudo, mudanças nos hábitos alimentares são menos expressivas nesta população. Objetivo Verificar o uso de suplementos alimentares e o conhecimento sobre princípios básicos de nutrição de desportistas frequentadores de academias da cidade de Juiz de Fora, MG, Brasil. Métodos Estudo transversal, em 19 academias selecionadas por sorteio. A amostra totalizou 348 indivíduos maiores de 18 anos, de ambos os...

  19. Consumo de dentifrício e fatores associados em um grupo populacional brasileiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Roberto Grafitti Colussi

    2011-03-01

    Full Text Available Este estudo transversal avaliou o consumo de dentifrício fluoretado e fatores associados em Passo Fundo, Rio Grande do Sul, Brasil. Seiscentos e oitenta e oito domicílios foram selecionados. Um questionário estruturado foi respondido pela mãe para obter dados demográficos, hábitos e consumo de dentifrício. O consumo foi avaliado por intermédio da duração de um tubo de dentifrício e considerado baixo (duração > 1 mês e alto (duração 50 anos (OR = 1.62; IC95% 1,02-2,61, frequência de escovação da mãe (OR = 2,53; IC95%: 1,53-4,16, número de moradores que utilizam escova (OR = 5,69; IC95%: 3,68-8,81 e motivo cosmético para escolha do dentifrício (OR = 1,64; IC95%:1,03-2,61 representaram maior chance de alto consumo de dentifrício. Conclui-se que a maioria dos domicílios apresenta consumo elevado de dentifrício, associado com idade e frequência de escovação da mãe, número de moradores e motivos de escolha.

  20. Fatores associados a padrões alimentares em adolescentes: um estudo de base escolar em Cuiabá, Mato Grosso Factors associated with dietary patterns in adolescents: a school-based study in Cuiabá, Mato Grosso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Rogério Melo Rodrigues

    2012-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar padrões alimentares de adolescentes e sua associação com características socioeconômicas, estilo de vida e estado nutricional. MÉTODOS: Investigou-se amostra probabilística de estudantes entre 14 a 19 anos de idade do ensino médio público e privado de Cuiabá/Mato Grosso (n = 1.139. Os dados foram coletados em sala de aula utilizando-se questionário autoaplicado. Para a obtenção de dados de consumo alimentar, aplicou-se questionário de frequência alimentar semiquantitativo. O estado nutricional foi classificado pelo escore z do Índice de Massa Corporal (IMC = peso/estatura². Para a classificação socioeconômica considerou-se a escolaridade do chefe da família e a presença de bens e equipamentos no domicílio. Os padrões alimentares foram identificados por meio da análise fatorial exploratória (método de extração: análise de componentes principais e sua associação com as características socioeconômicas, estilo de vida e estado nutricional foi estimada por modelos de regressão linear múltipla mutuamente ajustados para os outros padrões. RESULTADOS: Foram identificados três padrões alimentares: "ocidental", "tradicional" e "misto". Estudar no turno vespertino e consumir bebidas alcoólicas foram associados (p OBJECTIVE: To identify dietary patterns among adolescents and to assess their association with socioeconomic and lifestyle characteristics and nutritional status. METHODS: A probabilistic clustered two-stage sample of students between 14 and 19 years old from public and private high schools from Cuiabá, Mato Grosso, Brazil, was investigated (n = 1.139. A self-administered food frequency questionnaire was used to obtain information on food intake. Nutritional status was classified according to the Body Mass Index (BMI = weight/height² z-score. Socioeconomic status was inferred by the education level of head of household and by the presence of electrical appliances in the household

  1. Bens de consumo e insegurança alimentar: diferenças de gênero, cor de pele autorreferida e condição socioeconômica Household appliances and food insecurity: gender, referred skin color and socioeconomic differences

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leticia Marin-Leon

    2011-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Com base nos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD, 2004, foram comparadas as diferenças na prevalência de insegurança moderada/grave em relação à segurança alimentar, e insegurança leve quanto à posse de bens de consumo e outras condições socioeconômicas e demográficas. MÉTODOS: Foram estudados os domicílios particulares permanentes, com rendimento domiciliar per capita de até um salário mínimo, utilizando-se a Escala Brasileira de Insegurança Alimentar respondida por morador do domicílio (n=51.357. A associação entre as variáveis e a variável dependente (segurança alimentar foi verificada pelo teste do Χ2 com nível de significância de 5%. Foram calculadas razões de prevalência brutas e intervalos de confiança de 95% e a análise ajustada foi conduzida por meio de regressão múltipla de Poisson, utilizando Stata 8.0, que incorpora as ponderações do desenho amostral com delineamento complexo. RESULTADOS: A renda domiciliar mensal per capita foi a variável com maior força de associação com a segurança alimentar. Tanto em áreas urbanas quanto rurais, foram encontradas elevadas razões de prevalência para insegurança alimentar moderada ou grave nos domicílios chefiados por mulheres, de cor negra, presença no domicílio de seis ou mais moradores, localização metropolitana e com ausência de alguns bens específicos (fogão, filtro, geladeira, freezer, máquina de lavar roupa e telefone celular. Em modelo que incluiu, entre os bens, apenas a posse de geladeira, a maior razão de prevalência ocorreu na renda de até ¼ de salário mínimo, seguindo-se a ausência de posse de geladeira, tanto nos domicílios chefiados por homens brancos, como por negros e mulheres brancas ou negras. Embora os domicílios chefiados por mulheres e por negros apresentem maior insegurança alimentar, as diferenças intragrupais foram maiores em domicílios chefiados por homens brancos e menores

  2. Leaf consumption by Diabrotica speciosa (Coleoptera: Chrysomelidade adults on difFerent host plants Consumo foliar por adultos de Diabrotica speciosa (Coleoptera: Chrysomelidade em diferentes hospedeiros

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Crébio José Ávila

    2003-12-01

    Full Text Available Studies related to the feeding behavior of pest insects provide information that will aid the development of control tactics. Leaf consumption by Diabrotica speciosa adults fed on bean, corn, potato and soybean was determined in the laboratory under free-choice (multiple or double-choice and no-choice (confinement conditions. In the multiple-choice tests leaf circles were randomly arranged in a circular pattern (arena inside Petri dishes. The degree of preference for the hosts was determined under double-choice conditions, where common bean was considered the standard host and the remaining plants (soybean, potato and corn as test hosts. In all trials, two Diabrotica speciosa couples were released and maintained within the dish for 24 hours; the leaf area consumed by the insects was determined after this feeding period. Food type (host influenced leaf area consumption by D. speciosa adults both in free-choice and in no-choice tests (P 0.05. As to the no-choice test, the consumption was higher for corn than for potato, probably to compensate the low nutritional quality of the first host.Estudos relacionados ao comportamento alimentar dos insetos-pragas, podem fornecer informações que auxiliam no desenvolvimento de táticas visando seu controle. Foi determinado, em laboratório, o consumo foliar por adultos de Diabrotica speciosa, quando alimentados com folhas de feijoeiro, milho, batata e soja, sob condições de livre escolha (múltipla e dupla escolha e sem chance de escolha (confinamento. Nos testes de múltipla escolha, círculos foliares foram dispostos, ao acaso, num arranjo circular (arena em placas de Petri. O grau de preferência dos hospedeiros foi determinado em condições de dupla escolha, considerando-se o feijoeiro a espécie padrão e os demais hospedeiros (soja, batata e milho como plantas testes. Para todos os testes, dois casais de D. speciosa foram liberados no interior da placa e aí mantidos por 24 horas, determinado

  3. Avaliação do efeito da educação nutricional na prevalência de sobrepeso/obesidade e no consumo alimentar de escolares do ensino fundamental Evaluating the effect of nutritional education on the prevalence of overweight/obesity and on foods eaten at primary schools

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia S. Fernandes

    2009-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o efeito de um programa de educação nutricional na prevalência de sobrepeso/obesidade e no consumo alimentar de alunos da 2ª série do ensino fundamental. MÉTODOS: Amostra composta por 135 escolares de uma escola privada e uma pública de Florianópolis (SC, divididos entre os grupos com intervenção (n = 55 e sem intervenção (n = 80. Realizaram-se duas avaliações antropométricas e de consumo alimentar, antes e após a aplicação de um programa de educação nutricional. O programa foi composto por oito encontros quinzenais e abordou temas referentes à alimentação saudável, confecção de lanches adequados e atividade física. O diagnóstico nutricional foi obtido pelo índice de massa corporal para idade, de acordo com o Centers for Disease Control and Prevention, e os alimentos consumidos na escola foram classificados em permitidos ou proibidos pela Lei das Cantinas de Santa Catarina. Os dados foram analisados no Statistical Package for the Social Sciences, considerando como significativo p 0,05. Observou-se diminuição significante no consumo de suco artificial (p = 0,013, alimento proibido pela Lei, nas turmas com intervenção. Nas turmas sem intervenção, observou-se aumento significante no consumo de alimentos proibidos, como salgadinho industrializado (p = 0,021 e refrigerante (p = 0,031. Além disso, o cereal matinal, alimento apropriado para o lanche escolar, teve consumo reduzido (p = 0,039. CONCLUSÃO: Foram observadas melhorias em relação à qualidade dos alimentos consumidos pelos escolares após a aplicação do programa de educação nutricional, apesar de sua curta duração.OBJECTIVE: To assess the effects of a nutritional education program on the prevalence of overweight/obesity and on the foods eaten by schoolchildren in the 2nd grade of primary education. METHODS: The sample was made up of 135 schoolchildren, recruited from one private and one public school in Florianópolis, Brazil, and

  4. Fatores associados ao consumo de frutas, legumes e verduras em adultos da cidade de São Paulo

    OpenAIRE

    Figueiredo, Iramaia Campos Ribeiro; Jaime, Patricia Constante; Monteiro, Carlos Augusto

    2008-01-01

    OBJETIVO: Descrever a freqüência de consumo de frutas, legumes e verduras por adultos e analisar os fatores associados ao seu consumo. MÉTODOS: Estudo transversal realizado entre outubro e dezembro de 2003 no município de São Paulo (SP). Foram realizadas entrevistas telefônicas em amostra probabilística da população adulta (>18 anos) residente em domicílios servidos por linhas fixas de telefone, totalizando 1.267 mulheres e 855 homens. A freqüência do consumo de frutas, legumes e verduras foi...

  5. Avaliação do consumo alimentar de crianças de 0 a 24 meses com cardiopatia congênita Assessment of food intake in infants between 0 and 24 months with congenital heart disease

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tais Cleto Lopes Vieira

    2007-10-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: As crianças com cardiopatia congênita geralmente são desnutridas e apresentam algum grau de comprometimento funcional e/ou estrutural dos orgãos. Existe, ainda, uma deficiência na ingestão de nutrientes, corroborada pelo controle hídrico, que limita o aporte nutricional de alguns cardiopatas. OBJETIVO: Avaliar o consumo alimentar de crianças com cardiopatia congênita internadas na Unidade de Pediatria Cardiológica de hospital-escola público. MÉTODOS: O consumo de alimentos e nutrientes foi calculado pelo consumo alimentar de três dias (método direto de pesagem e o cálculo das calorias e nutrientes foi feito pelo software Virtual Nutri. RESULTADOS: O consumo de calorias/kg peso, de proteínas diárias, de sódio e de vitamina A esteve dentro do recomendado (p BACKGROUND: Children with congenital heart disease are usually malnourished and present some degree of functional and/or structural impairment of organs. There is also deficiency in nutrient intake, due to the control of fluids required by some patients which restrains the nutrient intake of some cardiac children. OBJECTIVE: To assess the food intake of children with congenital heart disease hospitalized in the pediatric heart unit of a "Public Teaching Hospital". METHODS: The intake of food and nutrients was calculated based on the food consumed during three days (direct weighting method and the calories and nutrients were calculated using the Virtual Nutri software. RESULTS: The intake of calories per kilogram of body weight, of daily proteins, sodium and vitamin A was within the recommended levels (p < 0.05. However, the intake of daily calories, fats, fiber, potassium and iron was below the recommended levels (p < 0.05 and the intake of proteins per kilogram, carbohydrates, calcium and vitamin C was above the recommended levels (p < 0.05. CONCLUSION: Children with congenital cardiopathy have inadequate diets, and therefore, need nutritional guidance to foster

  6. Determinantes psicobiológicos do comportamento alimentar: uma ênfase em fatores ambientais que contribuem para a obesidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Teresa Cristina Bolzan Quaioti

    2006-01-01

    Full Text Available O comportamento alimentar é multideterminado e somente uma análise psicobiológica é capaz de abordar as interações entre os fatores fisiológicos, psicológicos, genéticos e condições ambientais de um indivíduo. Assim, a capacidade para controlar a ingestão requer mecanismos especializados para harmonizar informações fisiológicas do meio interno com informações nutricionais do ambiente externo. Dentre os fatores externos merece destaque a questão ligada à propaganda de alimentos e a influência cada vez maior da mídia na determinação da dieta dos indivíduos de países desenvolvidos ou em desenvolvimento. Assim, o presente trabalho tem por objetivo analisar as influencias dos fatores ambientais na determinação do comportamento alimentar humano, com especial ênfase naqueles fatores que podem predispor à obesidade.

  7. Tabus alimentares em região do Norte do Brasil Alimentary taboos in the North Region of Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marlene Trigo

    1989-12-01

    Full Text Available Foi realizado um inquérito sobre tabus alimentares em duas localidades do Município de Marabá, PA, Brasil: São Félix e Murumuru, tendo sido estudadas, respectivamente, 90 e 35 famílias. Dos tabus alimentares encontrados, foi grande a restrição feita à ingestão simultânea de leite com várias frutas, especialmente com manga, laranja, cajú e abacaxi; também a ingestão simultânea de ovos com frutas foram referidas como hábitos que devem ser evitados, assim como a mistura de carne de mamíferos com peixes. Quanto à ingestão simultânea de frutas, destaca-se a proibição de uma fruta regional, o açaí, com outras 10 frutas. Foi mais elevado o número de restrições alimentares durante a lactação do que durante a gravidez, principalmente de carne de caça e de peixes, abundantes na região estudada. Os motivos mais citados para justificar os tabus alimentares foram: "faz mal", "mata", "congestão" e "vômito".A study was carried out into alimentary taboos in two localities (São Félix and Mummuru in the county of Marabá, State of Pará, Brazil. Ninety families were studied in São Félix and thirty-five in Murumuru. As regards the feeding taboos found, the most frequent was that prohibiting the simultaneous ingestion of milk and various types of fruit, including especially mango, orange, cashew and pineapple. The ingestion of eggs with fruit was also considered harmful as well as the eating of mammalian flesh at the same time as fish. Restrictions based on taboos were more frequent during breast feeding than during pregnancy, especially those regarding game flesh and fish that abound in the region under study. The most frequently mentioned reasons for the restrictions were: "the combination causes harm", "the combination kills", "the combination causes congestion" and "it causes vomiting".

  8. Procedimentos metodológicos empregados em questionários de frequência alimentar elaborados no Brasil: uma revisão sistemática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thays de Ataide e Silva

    2012-12-01

    Full Text Available Esta revisão teve como objetivo analisar e discutir os procedimentos metodológicos empregados nos Questionários de Frequência Alimentar elaborados no Brasil. Foram consultadas as bases de dados PubMed, SciELO, Lilacs, IBECS, MedLine e Cochrane Library, e encontrados vinte e dois Questionários de Frequência Alimentar elaborados para populações brasileiras. Entre os Questionários de Frequência Alimentar encontrados 50% deles (n=11 foram elaborados a partir de recordatório de 24 horas, 27,27% (n=6 de Questionários de Frequência Alimentar pré-existentes, 13,63% (n=3 de registro alimentar e 9,09% (n=2 de outras fontes; 72,72% (n=16 apresentaram listas com 50 a 100 itens, número ideal. Quanto ao tipo, 45,45% (n=10 eram quantitativos, 45,45% (n=10 semiquantitativos e 9,09% (n=2 qualitativos. Apenas 27,27% (n=6 relataram teste em estudo-piloto e apenas 45,45% (n=10 referiram teste de validação ou validação e reprodutibilidade. Quanto à faixa etária, apenas 36,36% (n=8 dos Questionários de Frequência Alimentar apresentavam público-alvo específico: crianças, adolescentes ou adultos. O maior número de Questionários de Frequência Alimentar (54,54%; n=12 foi desenvolvido na região Sudeste, especialmente no estado de São Paulo. A revisão da literatura permitiu conhecer os Questionários de Frequência Alimentar elaborados para a população brasileira e suas respectivas metodologias, público-alvo, bem como sua distribuição em termos de região do País. Embora exista uma orientação em termos de proposta metodológica de elaboração aqui discutida, há algum distanciamento em relação ao recomendado que deve ser observado pelos pesquisadores da área, ainda que haja uma maioria de procedimentos adequados aos métodos pressupostos.

  9. Preocupação e insatisfação com o corpo, checagem e evitação corporal em pessoas com transtornos alimentares

    OpenAIRE

    Campana, Angela Nogueira Neves Betanho; Tavares, Maria da Consolação Gomes Cunha Fernandes; Garcia Júnior, Celso

    2012-01-01

    Este estudo teve por objetivo avaliar aspectos da imagem corporal em uma amostra de pessoas com anorexia nervosa, bulimia nervosa e transtorno alimentar não-especificado. A amostra foi composta por 14 voluntárias atendidas pelo Ambulatório de Transtornos Alimentares da Universidade Estadual de Campinas. O Software de Avaliação Perceptiva foi utilizado para avaliar a insatisfação com o corpo. A preocupação com o corpo, checagem e evitação corporal foram avaliadas pelo Body Shape Questionnaire,...

  10. Prevalência de alergia alimentar em pré-escolares das escolas municipais de Educação Infantil de Uberlândia/MG

    OpenAIRE

    Guimarães, Tássia Cecília Pereira

    2014-01-01

    A alergia alimentar é um efeito adverso à saúde, decorrente de alguma resposta imune que ocorre de forma reprodutível sobre a exposição a um dado alimento. Essa alergia tem mostrado aumento expressivo nas últimas décadas, com prevalência estimada em torno de 6 a 8% na faixa etária pediátrica. Embora o alimento causador de alergia alimentar mais frequente seja o leite de vaca, também são comuns alergias desencadeadas por soja, ovo, peixe, amendoim, trigo, milho, arroz e frutos do mar.. A faixa...

  11. Estudo das condições de saúde das crianças do Município de São Paulo, SP (Brasil, 1984/1985: X - Consumo Alimentar A study of children's health in S. Paulo City (Brazil, 1984-1985: X - Food intake

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sophia Cornbluth Szarfarc

    1988-08-01

    Full Text Available Como parte de amplo estudo epidemiológico sobre condições de saúde na infância, uma amostra probabilística de menores de cinco anos residentes no Município de São Paulo (n = 305 foi estudada com relação à adequação nutricional de suas dietas. Através do inquérito recordatorio do consumo alimentar nas últimas 24 horas evidenciou-se que: a a partir de um ano de idade, as dietas tornam-se insuficientes para cobrir as necessidades energéticas de grande parte da população; b em todas as idades, mas particularmente nos primeiros dois anos de vida, o aporte dietético de ferro está muito abaixo das quantidades recomendadas para o consumo do nutriente; c em todas as idades, o aporte de proteína e de vitamina A alcança valores satisfatórios. Tais achados mostraram-se compatíveis com a avaliação clínico-laboratorial do estado nutricional realizada simultaneamente ao inquérito alimentar. A estratificação social da amostra revelou que o nível sócio-econômico familiar influencia fortemente o consumo energético e, de forma menos intensa, o consumo de ferro. Na discussão dos prováveis fatores responsáveis pelos déficits dietéticos encontrados, hipóteses distintas são aventadas para o déficit energético e para o déficit de ferro. No caso do déficit energético, a origem básica do problema pareceria residir no baixo poder aquisitivo da população que condiciona insuficiente disponibilidade de alimentos e ingestão quantitativamente deficiente. No caso do déficit de ferro, a mesma hipótese valeria inteiramente apenas a partir da idade de dois anos. Antes desta idade, fatores relacionados ao desmame precoce e ao atraso na introdução de alimentos ricos em ferro aparentemente seriam mais importantes.As part of a broad epidemiological survey of the health conditions of under-fives, a random sample (n = 305 of children living in S. Paulo city (Brazil was submitted to a 24-hour dietary recall. The main results were: a

  12. Atendimento ambulatorial individualizado versus programa de educação em grupo: qual oferece mais mudança de hábitos alimentares e de atividade física em crianças obesas? Individual outpatient care versus group education programs: which leads to greater change in dietary and physical activity habits for obese children?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elza D. de Mello

    2004-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Comparar duas estratégias de manejo da obesidade infantil: atendimento ambulatorial (individual e programa de educação (em grupo. MÉTODO: Foram recrutados aleatoriamente crianças e adolescentes de 7 a 13 anos de idade, divididos em dois grupos: atendimento individual e atendimento em grupo. Foi criado um programa de educação em obesidade infantil, com encontros mensais que consistiam em aulas expositivas com a participação dos pais e trabalhos em grupos. Simultaneamente, o outro grupo era acompanhado individualmente em ambulatório. O acompanhamento ocorreu por 6 meses, sendo avaliados composição corporal, hábitos alimentares e atividade física, antes e depois das intervenções. RESULTADOS: A amostra foi constituída por 38 crianças e adolescentes com média de idade de 9,9 anos. O programa foi mais efetivo no aumento da atividade física (p = 0,003, especialmente caminhadas (p = 0,003, e na redução do colesterol total (p = 0,038. A redução do índice de massa corporal, do índice de obesidade e do consumo energético foi semelhante para os dois grupos. Quanto aos hábitos alimentares, o grupo acompanhado em ambulatório aumentou o consumo de frutas (p = 0,033 e hortaliças (p = 0,002 e reduziu o de salgadinho e batata frita (p = 0,041, enquanto o grupo que participou do programa reduziu o consumo de refrigerantes (p = 0,022, sanduíches, pizza e fast food (p = 0,006. CONCLUSÕES: Ambas as estratégias de manejo da obesidade infantil foram favoráveis a mudanças de hábitos alimentares e de atividade física. O atendimento em grupo, em um programa de educação em nutrição e saúde, foi tão ou mais efetivo que o atendimento individualizado em um ambulatório de referência, firmando-se como alternativa de tratamento à obesidade.OBJECTIVE: To compare two strategies for childhood obesity management: ambulatory assistance (individual and educational program (in group. METHOD: Children and adolescents from 7 to 13

  13. Transtornos alimentares em homens: um desafio diagnóstico Diagnosing eating disorders in men: a clinical challenge

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paula Melin

    2002-12-01

    Full Text Available Poucos transtornos na medicina em geral e na psiquiatria em particular têm uma distribuição por gênero tão assimétrica quanto os transtornos alimentares (TA, com apenas 10% dos casos ocorrendo no sexo masculino. Esta disparidade pode ser atribuída a fatores biológicos e culturais, mas também indica a existência de dificuldades no diagnóstico dos TA em homens. Embora tenha crescido o interesse pelos TA nas últimas décadas, seu reconhecimento no sexo masculino ainda é pobre e limitado por estereótipos. O presente estudo tem como objetivo discutir as semelhanças e diferenças dos TA em homens e mulheres, enfatizando os tópicos que têm implicações práticas para os profissionais de saúde mental.Eating disorders are far more prevalent in women than men, with only 10% of cases occurring in males. This discrepancy may be partially explained by biological and cultural factors, but it also suggests diagnostic difficulties. This article compares diagnostic features of eating disorders in both genders, emphasizing the most common pitfalls to its recognition in men, in order to reduce the number of undiagnosed cases.

  14. Agregação familiar e padrões alimentares na população brasileira

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fábia Albernaz Massarani

    2015-12-01

    Full Text Available Resumo Identificou-se padrões alimentares consumidos no Brasil e a agregação entre pai, mãe e filhos, utilizando o Inquérito Nacional de Alimentação, realizado em 2008/2009 em indivíduos acima de dez anos de idade. O consumo alimentar foi estimado pelo registro alimentar. Os padrões foram identificados por meio de análise fatorial e a agregação familiar dos mesmos foi verificada por regressão linear. Três principais padrões alimentares foram identificados: “lanche tradicional” (1: café, pães, óleos e gorduras, e queijos; “grande refeição tradicional” (2: arroz, feijão e outras leguminosas, e carnes; e “lanches do tipo fast food” (3: sanduíches, carnes processadas, refrigerantes, salgados e pizzas. As maiores associações ocorreram no padrão 2 (β = 0,37 a 0,64. Nos padrões 1 e 3 também foram encontradas associações positivas envolvendo todos os pares, com β variando de 0,27 a 0,44 e de 0,32 a 0,42, respectivamente. O presente estudo evidenciou agregação familiar de padrões de consumo alimentar na população brasileira.

  15. Surto de compactação primária de abomaso em bovinos leiteiros associado ao consumo de silagem de girassol

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo P. Mesquita

    2012-06-01

    Full Text Available Um surto de compactação primária de abomaso associada ao consumo de silagem de girassol ocorreu num rebanho bovino leiteiro do estado de Minas Gerais, do qual seis de 21 vacas secas em fase final de gestação e que recebiam silagem de girassol morreram. Os bovinos que adoeceram apresentaram distensão abdominal, fezes ressecadas e escassas e, nos bovinos que morreram, eram pastosas, escuras e fétidas; nesses havia também desidratação acentuada e palidez de mucosas. Três bovinos foram necropsiados e os achados patológicos eram constituídos principalmente por distensão acentuada do abomaso associada a grande quantidade de conteúdo alimentar ressecado coberto por coágulos de sangue. No abomaso havia úlceras, com perfuração da parede em um dos bovinos. A alimentação de bovinos de maior exigência nutricional com silagem de girassol de características indesejáveis como única fonte de volumoso foi o principal fator para a compactação de abomaso nos casos apresentados.

  16. Inadequação do consumo alimentar de crianças e adolescentes com artrite idiopática juvenil e lúpus eritematoso sistêmico Inadequate dietary intake of children and adolescents with juvenile idiopathic arthritis and systemic lupus erythematosus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Michelle C. Caetano

    2009-12-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Avaliar o consumo alimentar de crianças e adolescentes com artrite idiopática juvenil (AIJ e lúpus eritematoso sistêmico (LES por recordatório de 24 horas e relacioná-lo com características clínicas e antropométricas e com os medicamentos empregados. MÉTODOS: Em estudo transversal, avaliamos os recordatórios de 24 horas de pacientes ambulatoriais. O estado nutricional foi classificado pelo CDC, 2000. Para o cálculo da ingestão, utilizamos o software NutWin UNIFESP-EPM. Para a análise quantitativa e qualitativa, adotamos as Recommended Dietary Allowances e a pirâmide alimentar brasileira. RESULTADOS: A mediana de idade foi 12 na AIJ e 16,5 anos no LES. Na AIJ, 37,5% dos pacientes estavam em atividade de doença, e, no LES, 68,2% tinham Systemic Lupus Erythematosus Disease Activity Index > 4. Foi encontrada desnutrição em 8,3 e 4,5% dos pacientes com AIJ e com LES, respectivamente, e obesidade, em 16,7 e 18,2%. Na AIJ, o consumo excessivo de energia, proteína e lipídios foi de 12,5, 75 e 31,3%, respectivamente. No LES, o consumo excessivo de energia, proteína e lipídios foi de 13,6, 86,4 e 36,4%, respectivamente. Consumo deficiente de ferro, zinco e vitamina A foi observado em 29,2 e 50, 87,5 e 86,4 e 87,5 e 95,2% dos pacientes com AIJ e LES, respectivamente. Não houve relação significante entre consumo, atividade da doença e estado nutricional. CONCLUSÃO: Pacientes com doenças reumáticas apresentam inadequação do consumo alimentar. Ressaltamos a ingestão excessiva de lipídios e proteínas e a ingestão insuficiente de micronutrientes.OBJECTIVES: To evaluate the dietary intake of children and adolescents with juvenile idiopathic arthritis (JIA and juvenile systemic lupus erythematosus (JSLE using a 24-hour diet recall and relating it to the patients clinical and anthropometric characteristics and to the drugs used in their treatment. METHODS: By means of a cross-sectional study, we assessed the 24-hour

  17. Insatisfação corporal, comprometimento psicológico ao exercício e comportamento alimentar em jovens atletas de esportes estéticos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo de Sousa Fortes

    2013-08-01

    Full Text Available DOI: http://dx.doi.org/10.5007/1980-0037.2013v15n6p695 Evidências demonstram prevalência elevada para o comportamento alimentar inadequado em atletas. No entanto, pouco se sabe a respeito dos fatores que causam impacto sobre este fenômeno nesta população. O objetivo do estudo foi associar a insatisfação corporal e o grau de comprometimento psicológico ao exercício (GCPE ao comportamento alimentar inadequado em jovens atletas de esportes estéticos. Participaram da pesquisa 47 atletas do sexo feminino de alguns esportes estéticos (ginástica artística, nado sincronizado e saltos ornamentais, com idade entre 12 e 16 anos. Para avaliar o comportamento alimentar de risco para transtornos alimentares (TA, a insatisfação corporal e o GCPE foram utilizados o Eating Attitudes Test (EAT-26, o Body Shape Questionnaire (BSQ e a Commitment Exercise Scale (CES, respectivamente. Dobras cutâneas foram aferidas para o cálculo do percentual de gordura das atletas. Os resultados apontaram associação significativa entre a insatisfação corporal e o comportamento alimentar (p<0,05, assim como entre o GCPE e o comportamento alimentar de risco para TA (p<0,05. A partir da regressão linear múltipla, todas as variáveis, com exceção do percentual de gordura, demonstraram influências sobre o comportamento alimentar de jovens atletas. Este mesmo teste também apontou influências do percentual de gordura e da insatisfação corporal sobre os escores da CES. Concluiu-se que a insatisfação corporal e o GCPE foram fatores predisponentes para o comportamento alimentar de risco em atletas de esportes estéticos.

  18. Comportamento alimentar em moradia estudantil: um espaço para promoção da saúde Food behavior in student residence halls: a setting for health promotion

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hayda Josiane Alves

    2007-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever qualitativamente o comportamento alimentar de estudantes residentes em moradia universitária. MÉTODOS: Estudo quanti-qualitativo realizado com uma amostra sorteada de cem estudantes universitários, residentes em moradia estudantil no município de Campinas, SP, em 2004. Foram feitas entrevistas utilizando-se formulário para colher o recordatório alimentar nas últimas 24 horas, incluindo questões abertas relativas ao sistema de compras e práticas de consumo. Foram criados critérios para análise da qualidade das refeições. Foram utilizados os testes qui-quadrado e o exato de Fisher, ao nível de significância de 5%. Nas entrevistas foram obtidos e analisados dados de natureza representacional, com base na teoria das representações sociais de Moscivici. RESULTADOS: Avaliação do recordatório 24 horas: desjejum, 30% não consumiram, 13% foram completos, 37% padrão e 20% incompletos; almoço, 5% não consumiram, 72% consumiram refeição completa e 23% incompleta; jantar, 1% não consumiu, 36% foram completos e 63% incompletos. A refeição de melhor qualidade foi o almoço, e dos estudantes que almoçaram, 63% o fizeram no restaurante universitário. Dos entrevistados, 48% não ingeriram nenhuma fruta e 39% não ingeriram leite no dia. A maioria (69% apresentou comportamento alimentar individual e 43% consideraram que o fato de comer em companhia alterava positivamente sua alimentação. A experiência de passar a prover a própria alimentação modifica comportamentos e representações entre os estudantes acerca do ato alimentar. CONCLUSÕES: A qualidade da alimentação, os padrões de comensalidade e as representações sociais do ato alimentar oferecem subsídios para o desenvolvimento de práticas de cuidado com a alimentação e promoção à saúde.OBJECTIVE: To qualitatively describe food practices of students living in a residence hall. METHODS: A quantitative and qualitative study was carried out in a

  19. Diferenciais socioeconômicos e comportamentais no consumo de hortaliças e frutas em mulheres residentes em município da região metropolitana de São Paulo Socioeconomic and behavioral differences in the consumption of fruits and vegetables by women living in a municipality of São Paulo, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Monica Inez Elias Jorge

    2008-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar o consumo de frutas, verduras e legumes em mulheres, segundo fatores sócio-demográficos, econômicos e comportamentais. MÉTODOS: A amostra foi constituída de 311 mulheres de três áreas de estudo, do município de Cotia, na área metropolitana de São Paulo, selecionadas por amostragem por conglomerado em dois estágios. O consumo de frutas, verduras e legumes foi avaliado por questionário de freqüência alimentar. Os diferenciais de consumo foram estudados por análise multivariada de regressão logística. RESULTADOS: A chance de baixo consumo de frutas foi maior nas mulheres do bairro pobre, com baixa escolaridade, donas de casa e desempregadas, com baixa renda familiar e tabagistas. Os diferenciais de consumo de verduras foram associados mais à cultura alimentar do que à pobreza: as mais jovens apresentaram chances sensivelmente maiores de baixo consumo de verduras. O tabagismo e o sedentarismo associaram-se ao baixo consumo. Os legumes foram associados tanto ao nível socioeconômico, quanto à cultura alimentar. Foram pouco consumidos pelas mulheres mais jovens e, de um modo geral, por aquelas de pouca escolaridade e baixa renda familiar. Também, o etilismo e o sedentarismo aumentaram as chances de baixo consumo desses alimentos. CONCLUSÃO: O consumo de frutas, verduras e legumes apresentou diferenciais relacionados ao nível socioeconômico, à cultura alimentar e aos hábitos comportamentais.OBJECTIVE: The objective was to analyze the consumption of fruits and vegetables by women, according to sociodemographic, economic and behavioral factors. METHODS: The sample consisted of 311 women living in three different areas of the city of Cotia, located in the metropolitan area of São Paulo city, selected by two-stage cluster sampling. Their consumption of fruits and vegetables was assessed by means of a food frequency questionnaire. Consumption differences were analyzed by multivariate logistic regression

  20. Níveis de concentrado na dieta de novilhos f1 Limousin x Nelore: consumo, conversão alimentar e ganho de peso Concentrate levels in the diet for crossbreed Limousin x Nellore bulls: intake, feed: gain ratio and weight gain

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antonio Gesualdi Júnior

    2000-10-01

    Full Text Available Utilizaram-se 45 bovinos F1 Limousin x Nelore, inteiros, com, em média, 14 meses de idade e peso vivo inicial de 330 kg, para avaliar os efeitos de diferentes níveis de concentrado na matéria seca (25,0; 37,5; 50,0; 62,5; e 75,0% e dois métodos de balanceamentos de rações (o primeiro, tendendo a ser isoprotéico e o segundo, variando proteína com energia sobre os consumos de matéria seca (CMS e fibra em detergente neutro (FDN, conversão alimentar (CA, ganhos diários de peso vivo (GMDPV, corpo vazio (GMDPVZ e carcaça (GCAR. Cinco animais foram abatidos no início do experimento, como referência, para estimar o peso corporal vazio inicial dos animais que permaneceram no confinamento. Os animais receberam alimentação à vontade até atingirem o peso de abate preestabelecido de 500 kg. Foi utilizado o feno de capim-coastcross como fonte de volumoso na dieta. O delineamento foi o inteiramente casualizado, em esquema fatorial 2 x 5, com quatro repetições. As formas de balanceamento resultaram em igual desempenho dos animais. Os consumos de MS responderam de maneira quadrática, estimando-se os máximos de 8,04 kg MS, 1,99% PV e 89,22 g MS/kg0,75 para os níveis de 41,42; 36,71; e 37,96% de concentrado, respectivamente. Conversão alimentar, consumo de FDN e dias de confinamento decresceram e o GMDPVZ cresceu linearmente, com o aumento dos níveis de concentrado na ração. Os GMDPV e GCAR apresentaram resposta quadrática, com máximos de 1,16 e 0,81 kg para 61,11 e 64,47% de concentrado, respectivamente.Forty five crossbreed F1 Limousin x Nellore young bulls, averaging 14 months of age and initial 330 kg LW, were used to evaluate the effects of different concentrate levels (25.0, 37.5, 50.0, 62.5 and 75.0% as DM basis and two diet balance methods (one, almost isoprotein and the second, changing protein as energy of the diet change on the intakes of dry matter (DMI and neutral detergent fiber (NDFI, feed: gain ratio (FG, daily gains of

  1. Acolhimento e Vínculo em um Serviço de Assistência a Portadores de Transtornos Alimentares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tatiane Mitleton Borges Ramos

    2013-04-01

    Full Text Available Acolhimento e vínculo são dispositivos técnicos e políticos que visam a garantir uma assistência qualificada em saúde. Este estudo teve por objetivo avaliar o acolhimento e o vínculo entre profissionais e usuários de um serviço de assistência multidisciplinar para pessoas diagnosticadas com transtornos alimentares. Foram entrevistados 16 usuários e sete profissionais. Foi utilizada avaliação qualitativa de quarta geração. Os resultados foram agrupados em três unidades temáticas: postura, técnica e acesso. A análise dos dados, a partir das dimensões mencionadas, evidenciou alguns elementos necessários para que o acolhimento e o vínculo no serviço se estabelecessem: integralidade no serviço, intersetorialidade, interdisciplinaridade, formação profissional e humanização da assistência. Concluiu-se que, na perspectiva de usuários e profissionais, o serviço busca oferecer um atendimento usuário-centrado por meio de procedimentos que priorizam a dimensão humana do sujeito atendido, com considerável efetividade em suas ações, apesar de algumas limitações e deficiências.

  2. Prevalência de transtornos alimentares em trabalhadores urbanos de município do Nordeste do Brasil Prevalence of eating disorders in urban workers in a city of the northeast of Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kionna Oliveira Bernardes Santos

    2013-04-01

    Full Text Available Este artigo tem por objetivo, estimar a prevalência de transtornos alimentares em trabalhadores residentes em área urbana de Feira de Santana, Bahia. Trata-se de estudo epidemiológico de corte transversal exploratório, incluindo 1.273 trabalhadores, aleatoriamente selecionados. Características sociodemográficas e do trabalho, hábitos de vida, aspectos psicossociais do trabalho e transtornos alimentares foram investigados. Foi predominante o sexo feminino (60,2%, os mais jovens (51,7% tinham até 35 anos, casados (53,1%, de cor parda (55,2%, com ensino médio (51,5% e com baixa renda (81,2%. As prevalências de Transtorno da Compulsão Alimentar Periódica e Bulimia Nervosa foram, respectivamente, 4,3% e 1,0%. As prevalências foram mais elevadas entre os que apresentaram consumo abusivo de álcool, insatisfação com o peso, história de agressão na infância, problema financeiro/preocupações, pertenciam aos setores de serviços domésticos e comércio, os que tinham vínculo informal de trabalho e os que estavam no grupo de trabalho de alta exigência. Além de investigar a relação entre os transtornos alimentares e o trabalho, obteve-se dados sobre esses transtornos em estudo de base populacional. Espera-se que os achados obtidos possam fomentar políticas de saúde para os transtornos alimentares.This article seeks to estimate the prevalence of eating disorders among workers living in urban areas of Feira de Santana, Bahia. It involves an epidemiologic, descriptive and exploratory cross-sectional study of 1,273 randomly selected workers. Socio-demographic and work characteristics, lifestyle, psychosocial aspects at work and eating behavior were investigated. Females were predominant (60.2%, the youngest 51.7% were up to 35 years old, married (53.1%, Afro-Brazilian descent (55.2%, with high school education (51.5% and with low incomes (81.2%. The prevalence of Binge Eating Disorder and Bulimia Nervosa were, respectively, 4.3% and 1

  3. Desenvolvimento de um questionário de freqüência alimentar e caracterização do padrão de consumo dos trabalhadores de baixo nível sócio-econômico da cidade de Goiânia, Estado de Goiás, Brasil Development of a food frequency questionnaire (FFQ and characterization of the food pattern consumption for low - income workers in the city of Goiânia, Goiás State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Luiza Ferreira Stringhini

    2005-03-01

    Full Text Available Um questionário de freqüência de consumo alimentar (QFA foi planejado para avaliar a freqüência média de consumo de alguns alimentos e caracterizar o padrão alimentar entre os trabalhadores. Uma lista de alimentos consumidos e as porções servidas, usualmente, foram obtidas através de prévias entrevistas locais, usando-se o recordatório de 24 horas e o questionário de freqüência. Uma lista foi elaborada com 127 alimentos e a composição nutricional foi calculada utilizando-se o programa DietPro versão 3.0. O QFA foi aplicado, por duas vezes, em cada indivíduo num período de seis meses. Para caracterizar o padrão de consumo alimentar, os alimentos mais freqüentemente mencionados foram identificados. Foram estudados 104 trabalhadores selecionados ao acaso. Os itens consumidos, no mínimo uma vez ao dia, por 50% dos trabalhadores foram o pão branco, margarina, café preto, açúcar branco, feijão roxinho e arroz branco. A variedade dos alimentos diariamente consumidos foi pequena. Os 30 principais alimentos básicos diários variaram de menos que 1,5 a 92%. Este questionário é um instrumento de fácil aplicação para estudar o consumo alimentar de população semelhante ao do presente trabalhoA food-frequency questionnaire (FFQ was designed to assess the average consumption frequency of food items and to characterize the food pattern among workers. A list of consumed food and usual serving sizes was compiled from previous local survey, using single 24 hours dietary recalls and frequency questionnaires. The list was composed of 127 items and the nutrient composition was calculated by the computer program DietPro version 3.0. The FFQ was administered to each subject twice in a period of six months. To characterize food pattern consumption, the most frequently mentioned foods were identified. One hundred and four (104 workers were studied, randomly selected. Items consumed at least once a day by 50% of the workers were: white

  4. Development of a food frequency questionnaire (FFQ and characterization of the food pattern consumption for low - income workers in the city of Goiânia, Goiás State, Brazil = Desenvolvimento de um questionário de freqüência alimentar e caracterização do padrão de consumo dos trabalhadores de baixo nível sócio-econômico da cidade de Goiânia, Estado de Goiás, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Luiza Ferreira Stringhini

    2005-01-01

    Full Text Available A food-frequency questionnaire (FFQ was designed to assess the average consumption frequency of food items and to characterize the food pattern among workers. A list of consumed food and usual serving sizes was compiled from previous local survey, using single 24 hours dietary recalls and frequency questionnaires. The list was composed of 127 items and the nutrient composition was calculated by the computer program DietPro version 3.0. The FFQ was administered to each subject twice in a period of six months. To characterize food pattern consumption, the most frequently mentioned foods were identified. One hundred and four (104 workers were studied, randomly selected. Items consumed at least once a day by 50% of the workers were: white bread, margarine, black coffee, white sugar, red beans and white rice. Variety of daily consumed foods was small. The top 30 foods on a daily basis ranged from less than 1.5 to 92%. This FFQ is easy to administer when studying the dietary intake of low-income populations.Um questionário de freqüência de consumo alimentar (QFA foi planejado para avaliar a freqüência média de consumo de alguns alimentos e caracterizar o padrão alimentar entre os trabalhadores. Uma lista de alimentos consumidos e as porções servidas, usualmente, foram obtidas através de prévias entrevistas locais, usando-se orecordatório de 24 horas e o questionário de freqüência. Uma lista foi elaborada com 127 alimentos e a composição nutricional foi calculada utilizando-se o programa DietPro versão 3.0. O QFA foiaplicado, por duas vezes, em cada indivíduo num período de seis meses. Para caracterizar o padrão de consumo alimentar, os alimentos mais freqüentemente mencionados foram identificados. Foram estudados 104 trabalhadores selecionados ao acaso. Os itens consumidos, no mínimo uma vez ao dia, por 50% dos trabalhadores foram o pão branco, margarina, café preto, açúcar branco, feijão roxinho e arroz branco. A variedade

  5. Consumo de nutrientes em adultos e idosos em estudo de base populacional: Projeto Bambuí Nutrient consumption by adults and seniors in a population-based study: the Bambuí Project

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Cristine Souza Lopes

    2005-08-01

    Full Text Available Inquérito alimentar populacional em amostra aleatória de 550 indivíduos > ou = 18 anos, realizado em Bambuí, Minas Gerais, Brasil, utilizando o Questionário Semiquantitativo de Freqüência Alimentar e recordatório 24 horas calibrados pela técnica de regressão linear. A análise constou de comparação de médias, teste de qui-quadrado e razão de adequação do nutriente (RAN-adequada: 90,0-110,0%. Foi baixo o percentual da população que apresentou RAN de acordo com o recomendado para consumo de carboidratos (2,4%, proteínas (17,6%, vitaminas (0,0-5,1% e minerais (0-21,1%. Diferenças de acordo com sexo e idade foram encontradas: 90,2% e 91,8% de mulheres apresentaram baixo consumo de ferro e vitamina B6, respectivamente. Ao contrário, 87,7% dos homens relataram consumo excessivo de ferro, 80,3% de fósforo e 11,9% de colesterol. Quanto à idade, 64,3% de idosos (> 60 anos relataram baixa ingestão protéica e 39,3% apresentavam inadequação das frações lipídicas; sendo que 35,7% informaram consumo excessivo de ácidos graxos saturados. Dos adultos (18-59 anos, 67,8% relataram excessivo consumo protéico e 53,4% ingestão insuficiente de ferro. Alto e inadequado consumo de lipídios e baixa ingestão de fibras, vitaminas e minerais, constituem problema importante de saúde pública por possivelmente contribuir para o aumento das doenças crônicas não transmissíveis.A nutritional survey was performed in a random sample of 550 individuals ( > or = 18 years in Bambuí, Minas Gerais State, Brazil, using the Semi-Quantitative Food Frequency Questionnaire calibrated with 24-hour recall. Comparisons used means, proportions, and the nutrient adequacy ratio (NAR: 90.0-110.0%. Adequate intake was reported in only 2.4% of the individuals for carbohydrate, 17.6% for protein, 0.0 to 5.1% for vitamins, and 0.0 to 21.1% for minerals. NAR was influenced by gender and age: 90.2% and 91.8% of women presented low iron and B6 vitamin intake

  6. Fatores associados ao consumo de frutas, legumes e verduras em adultos da cidade de São Paulo Factores asociados al consumo de frutas, legumbres y verduras en adultos de la ciudad de São Paulo (Sureste de Brasil Factors associated with fruit and vegetable intake among adults of the city of São Paulo, Southeastern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Iramaia Campos Ribeiro Figueiredo

    2008-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever a freqüência de consumo de frutas, legumes e verduras por adultos e analisar os fatores associados ao seu consumo. MÉTODOS: Estudo transversal realizado entre outubro e dezembro de 2003 no município de São Paulo (SP. Foram realizadas entrevistas telefônicas em amostra probabilística da população adulta (>18 anos residente em domicílios servidos por linhas fixas de telefone, totalizando 1.267 mulheres e 855 homens. A freqüência do consumo de frutas, legumes e verduras foi medida por meio de um roteiro com perguntas curtas e simples. Na avaliação dos fatores associados ao consumo, realizou-se análise de regressão linear multivariada e hierarquizada, com variáveis sociodemográficas no primeiro nível hierárquico, comportamentais no segundo e relacionadas ao padrão alimentar no terceiro nível. RESULTADOS: A freqüência de consumo de frutas, legumes e verduras foi maior entre as mulheres. Para ambos os sexos, verificou-se que a freqüência desse consumo aumentava de acordo com a idade e a escolaridade do indivíduo. Entre mulheres que relataram ter realizado dieta no ano anterior houve maior consumo de frutas, legumes e verduras. O consumo de alimentos que indicam um padrão de consumo não saudável como açúcares e gorduras se mostrou inversamente associado ao consumo de frutas, legumes e verduras em ambos os sexos. CONCLUSÕES: O consumo de frutas, legumes e verduras da população adulta residente em São Paulo foi maior entre as mulheres, sendo influenciado pela idade, escolaridade e dieta.OBJETIVO: Describir la frecuencia de consumo de frutas, legumbres y verduras por adultos y analisar los factores asociados a su consumo. MÉTODOS: Se realizó estudio transversal entre octubre y diciembre de 2003 en el municipio de Sao Paulo (Sureste de Brasil. Se realizaron encuestas telefónicas en muestras probabilísticas de la población adulta (³18 años residente en domicilios con servicio de líneas fijas de

  7. Neoplasias do trato alimentar superior de bovinos associadas ao consumo espontâneo de samambaia (Pteridium aquilinum Neoplasms of the upper digestive tract of cattle associated with spontaneous ingestion of bracken fern (Pteridium aquilinum

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marione A. Moreira Souto

    2006-06-01

    Full Text Available Foram estudados 30 bovinos com neoplasias no trato alimentar superior (TAS associadas ao consumo espontâneo de samambaia (Pteridium aquilinum provenientes de 27 propriedades rurais, sendo 23 no município de Jaguari e quatro em Nova Esperança do Sul, Rio Grande do Sul. A população bovina total das 27 propriedades em que ocorreram os casos era de 1.090 bovinos e havia quantidade abundante de samambaia nas áreas de pastoreio dos animais. Vinte e seis bovinos eram vacas e 4 eram machos castrados. A idade variou de 3 a 13 anos, sendo o maior número de casos entre 7 e 8 anos (46,6%. Os sinais clínicos observados incluíram emagrecimento progressivo, atonia ruminal, tosse, disfagia, regurgitação, halitose, diarréia e timpanismo. Outros sinais clínicos menos freqüentes foram apetite seletivo, dispnéia e salivação. Dois bovinos tiveram morte espontânea e 28 foram submetidos à eutanásia em estágios avançados da doença e necropsiados. Os principais achados macroscópicos e histológicos observados nos 30 bovinos localizavam-se nos mesmos locais do TAS e consistiram de papilomas, papilomas em transformação para carcinomas de células escamosas (CCEs e CCEs. Metástases de CCEs para linfonodos regionais e outros órgãos (como fígado e pulmões foram também observadas (18/30. Vinte e nove bovinos tinham papilomas de diversos tamanhos, sendo a quantidade variável entre leve (45%, moderada (38% e acentuada (17%. Nos papilomas examinados microscopicamente, foram observadas três fases de desenvolvimento: a fase de inicial de crescimento, b fase de desenvolvimento, e c fase de regressão. Em 16 bovinos, observou-se a transformação maligna de papilomas em CCEs. Os CCEs eram únicos (12/30 ou múltiplos (18/30 e variaram quanto ao grau de diferenciação celular entre bem, moderadamente ou pouco diferenciados. Quando a distribuição dos CCEs de maior extensão foi agrupada em regiões cranial (base da língua, faringe

  8. Padrões clínicos e laboratoriais de reactividade cruzada entre aeroalérgicos/alérgenos alimentares em idade pediátrica

    OpenAIRE

    Rodrigues, Cecília Ivone Reis

    2012-01-01

    Trabalho final de mestrado integrado em medicina área cientifica de Alergo-Pediatria, apresentado á Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra Introdução - A existência de reactividade cruzada entre aeroalérgenos e alérgenos alimentares é conhecida. A síndrome ácaros-marisco caracteriza-se pelo aparecimento de alergia a marisco em doentes sensibilizados a ácaros e a síndrome pólenes - frutos por alergia a frutos e vegetais frescos em doentes sensibilizados a pólenes. As mani...

  9. ESCOLHAS ALIMENTARES E ESTADO NUTRICIONAL DE ADOLESCENTES EM ESCOLAS DE ENSINO FUNDAMENTAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    M. S. ZANCUL

    2008-11-01

    Full Text Available

    Os objetivos deste estudo foram identificar e analisar comparativamente preferências alimentares de alunos dentro das escolas de ensino fundamental no município de Ribeirão Preto (SP, avaliar o estado nutricional dos estudantes, segundo indicadores antropométricos, e discutir o espaço da escola como alternativa para a educação alimentar. Foram analisados, neste estudo, 401 adolescentes cursando de 5ª a 8ª séries de escolas das redes pública e privada. Os dados foram coletados por meio de um questionário adaptado previamente testado. Os estudantes foram também pesados e medidos e o programa Epi Info 2000 foi usado para a organização dos dados. Os resultados demonstram que 70% dos adolescentes compram alimentos na cantina da escola. Dentre os alimentos citados estão: salgados (61,4%, refrigerantes (22,3%, e balas (52,7%. A disciplina Ciências é a mais citada pelos alunos como aquela na qual os conteúdos sobre alimentação foram trabalhados. A classifi cação do estado nutricional dos estudantes, feita pelos percentis de acordo com o IMC para idade e sexo, verifi cou que 12,6% apresentam sobrepeso e 8,5% apresentam obesidade. A escola pode exercer um papel fundamental na promoção da educação nutricional, com objetivo de desenvolver atitudes e hábitos saudáveis. calories and no sugar versions.

  10. Consumo alimentar residual e sua relação com medidas de desempenho e eficiência e características in vivo da carcaça de cordeiros The residual feed intake and its relationship with performance and efficiency measures and in vivo carcass characteristics of lambs

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    E.F.E. Paula

    2013-04-01

    Full Text Available Avaliou-se o consumo alimentar residual (CAR e a conversão alimentar (CA de 20 cordeiros, com o objetivo de estimar as correlações entre essas variáveis com medidas de desempenho e com características in vivo da carcaça. Os animais tiveram o consumo de MS (CMS mensurado por 65 dias e foram pesados a cada 13 dias para obtenção do ganho médio diário (GMD. Foram considerados o peso vivo inicial (PVI, o peso vivo final (PVF, o peso metabólico (PM, o GMD, a taxa de crescimento relativo (TCR, a taxa de Kleiber (TK, a CA, o CMS e o CMS em percentual do PV (CMSPV. As avaliações de carcaça foram realizadas por ultrassom. O CAR se mostrou correlacionado com o CMS (+0,81, o CMSPV (+0,90 e a CA (+0,63. Correlações significativas foram encontradas entre CA e GMD; CA e TCR; CA e TK; e CA e PVI (-0,63, -0,74, -0,75 e +0,51, respectivamente. O CAR e a CA não se mostraram correlacionados com características de carcaça, e, da mesma forma, não houve diferença entre as classes de CAR para essas variáveis. Confirmou-se o potencial do CAR como medida de eficiência alimentar para cordeiros em confinamento, sem existência de relações com o ganho de peso e o tamanho corporal e sem alterações na composição da carcaça.The residual feed intake (RFI and the feed conversion ratio (FCR of 20 lambs was evaluated in order to estimate the correlations between these traits and performance measures and with in vivo carcass characteristics. The animals had their dry matter intake (DMI measured over 65 days and they were weighed every 13 days to determine the average daily weight gain (ADG. Initial body weight (IBW, final body weight (FBW, metabolic weight (MW, ADG, relative growth rate (RGR, Kleiber ratio (KR, FCR, DMI and DMI in BW percentual (BWDMI were considered. The carcass evaluation was performed by ultrasound. The RFI was correlated with the DMI (+0.81, BWDMI (+0.90 and with FCR (+0.63. Significant correlations were found between FCR and ADG

  11. Estudo de aplicação, em IPSS'S, de um sistema de segurança alimentar baseado na metodologia HACCP

    OpenAIRE

    Marques, Ana Clara da Silva

    2014-01-01

    Dissertação de mestrado em Farmácia (Segurança Alimentar), apresentada à Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra A segurança alimentar assume uma importância vital quando está em causa a saúde das populações mais debilitadas, designadamente crianças e idosos, que pelas suas características poderão sofrer maiores consequências com a ocorrência de eventuais riscos durante o processo de confeção e distribuição dos alimentos. As Instituições Particulares de Solidariedade Social, sendo...

  12. Indicadores antropométricos de insatisfação corporal e de comportamentos alimentares inadequados em jovens atletas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo de Sousa Fortes

    2013-02-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Altos valores de índice de massa corporal (IMC e percentual de gordura (%G parecem estar associados à insatisfação corporal (IC e aos comportamentos alimentares inadequados (CAI. OBJETIVO: Identificar a influência de variáveis antropométricas sobre a IC e o CAI em atletas adolescentes competitivos. MÉTODO: Trata-se de uma análise transversal com 580 participantes com idades entre dez e 19 anos de ambos os sexos, praticantes de diversas modalidades esportivas. Aplicou-se o Body Shape Questionnaire para mensurar a IC. Utilizou-se o Eating Attitudes Test para avaliar CAI. Foram aferidas dobras cutâneas para estimar o percentual de gordura (%G. Mensurou-se peso e estatura para calcular-se o IMC. Conduziu-se regressão linear múltipla para avaliar influências das variáveis independentes sobre os desfechos do estudo. RESULTADOS: Os resultados evidenciaram que a IC no sexo feminino foi modulada apenas pelo %G, ao contrário do sexo masculino, em que IMC e %G, juntos, explicaram parte de sua variância (p < 0,05. O CAI no sexo masculino foi pouco influenciado pelo %G. CONCLUSÃO: O %G foi a única variável que influenciou a IC em ambos os sexos. Ademais, os CAI em jovens atletas parecem não ser influenciados por características antropométricas.

  13. Influência do consumo de suco de laranja no perfil sérico dos lípides, apolipoproteínas e homocisteína em homens normais e hiperlipidêmicos

    OpenAIRE

    Bonifácio, Nancy Preising Aptekmann [UNESP

    2007-01-01

    O objetivo deste estudo foi verificar a influência da ingestão de suco de laranja no perfil sérico de lípides, apolipoproteínas e homocisteína em indivíduos do sexo masculino, normais (NL) ou hiperlipidêmicos (HL). A amostra populacional foi constituída por 114 indivíduos, com idade entre 20 e 60 anos, trabalhadores de uma empresa de suco de laranja na cidade de Matão, SP. Foram realizadas avaliações antropométricas, bioquímicas e de consumo alimentar. A análise dos dados revelou grande propo...

  14. Para Além do Consumo Conspícuo: uma Proposta de Interpretação da Teoria do Consumo em Thorstein Veblen

    OpenAIRE

    Rafael Camatta

    2014-01-01

    O consumo é um tema central na economia e foi abordado em diversas correntes microeconômicas, além de ser estudado em diversas outras áreas como a Administração, Marketing, Psicologia, Sociologia, etc. Este trabalho busca mostrar a importância da contribuição de Thorstein Veblen acerca deste tema, que engloba componentes como instintos, hábitos e instituições. Para tanto, inicia-se a pesquisa com uma retrospectiva histórica sobre a conjuntura institucional na qual o autor escreveu sua obra. A...

  15. "Abra a felicidade"? Implicações para o vício alimentar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Lydia Sawaya

    2013-01-01

    Full Text Available Quase dois bilhões de pessoas tem excesso de peso. Esse distúrbio alimentar vem acometendo cada vez mais crianças/adolescentes. Embora seja uma doença multicausal, há forte evidência da influência da propaganda e do ambiente obesogênico na mudança dos hábitos alimentares. As indústrias/comércio de alimentos desenvolveram técnicas capazes de gerar consumo excessivo através do desenvolvimento de sabores, imagens e técnicas de persuasão, e da produção de alimentos ricos em açúcar, sal e gordura que são nutrientes recompensadores e podem gerar vício alimentar. Este artigo debruça-se sobre a influência do consumo de alimentos palatáveis na neuroanatomia funcional do prazer e sua implicação para o vício alimentar. Discute ainda o Modelo Transteórico como ferramenta para intervenção no tratamento da obesidade.

  16. Self-attribution of responsibility: consumers of organic foods in a certified street market in Rio de Janeiro, Brazil Auto-atribuição de responsabilidade: consumo de alimentos orgânicos em uma feira certificada

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fátima Portilho

    2010-10-01

    Full Text Available This study aims to contribute to the analyses of consumption, and food consumption in particular, as a political act, by emphasizing the process of self-attribution of responsibility by consumers involved in organic food consumption at an organic certified street market in Rio de Janeiro, Brazil. Conducted from the perspective of sociological and anthropological consumption theories, in addition to risk sociology and the theory of reflexive modernization, this study concluded that these consumers act and participate socially through “responsible consumption” instead of the collective forms of political participation through institutionalized social movements. Even though there is a diversity of values and practices, these consumers seem to have in common (1 a mistrust in other social agents and (2 the trust in the importance and effectiveness of their actions.Este trabalho busca contribuir para as análises do consumo, em particular o consumo alimentar, como um ato político. Para tanto, enfatiza o processo de auto-atribuição de responsabilidades por parte de consumidores engajados em práticas de consumo de alimentos orgânicos em uma feira certificada da cidade do Rio de Janeiro, Brasil. A conclusão da pesquisa, discutida à luz de algumas teorias sociológicas e antropológicas do consumo, além da sociologia do risco e da teoria da modernização reflexiva, mostra que tais consumidores parecem agir e participar da esfera pública mais através do “consumo responsável” do que através das formas coletivistas de participação política via movimentos sociais institucionalizados. Apesar de existir uma diversidade de valores e práticas, estes consumidores parecem ter em comum (1 a descrença em outros agentes sociais e (2 a crença na importância e eficácia de suas ações.

  17. Segurança alimentar e nutricional: desenvolvimento de indicadores e experimentação em um município da Bahia, Brasil Food and nutrition security: development of indicators and experimentation in a city of Bahia, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bárbara Eduarda Panelli-Martins

    2008-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: O objetivo foi propor e aplicar uma metodologia sensível ao fenômeno da segurança alimentar e viável para o monitoramento e a avaliação em municípios de pequeno porte, tendo um município pequeno e pobre como Mutuípe, na Bahia, Brasil, como ilustração. MÉTODOS: A partir de pesquisa em várias fontes nacionais e internacionais, da seleção de um conceito guia de segurança alimentar e nutricional e da identificação das suas dimensões, foi elaborado um protocolo com 20 indicadores incluindo variáveis consideradas capazes de expressar a situação no município. O protocolo contempla também as premissas que dão inteligibilidade ao modelo, os meios de verificação, os cálculos dos indicadores, os parâmetros e o plano de análise dos resultados. RESULTADOS: A aplicação da metodologia no município mostrou-se viável, sendo que a não disponibilidade de dados relevantes para a mensuração da segurança alimentar e nutricional foi um dos principais fatores de constrangimento. No entanto, foi possível identificar que em Mutuípe, considerando as dimensões da disponibilidade, acesso e consumo de alimentos e a utilização biológica de nutrientes, a insegurança alimentar e nutricional é moderada. CONCLUSÃO: O protocolo proposto é operacional e capaz de expressar a situação desejada em municípios pequenos, sendo útil à orientação das políticas locais.OBJECTIVE: The objective was to propose and apply a methodology that would be sensitive to the phenomenon of food security and viable for monitoring and evaluating small municipalities, using the small, poor city of Mutuípe, in the state of Bahia, Brazil, as an illustration. METHODS: A protocol consisting of 20 indicators which included variables considered capable of expressing the situation of food security in the municipality was developed based on research from national and international sources, the selection of a guiding framework on food and nutrition

  18. Association between food consumption in the first months of life and socioeconomic status: a longitudinal study Associação entre consumo alimentar nos primeiros meses de vida e condições socioeconômicas: um estudo longitudinal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edson Theodoro dos Santos Neto

    2009-10-01

    Full Text Available OBJECTIVE: This paper aims to describe the quality of the feeding practices of infants from the moment liquids and semi-solid foods are introduced into their diets and to determine associations between feeding practices and socioeconomic status. METHODS: The initial population consisted of 86 infants aged 0 to 3 months; they were selected from 3 Public Primary Healthcare Units of the city of Vitória. Seven visits were made to the children's homes to collect descriptive data on the mother, house, eating habits and sucking habits. Chi-square tests were applied and logistic regression analysis was performed to measure the associations. RESULTS: Approximately 50% of the children were given bottles before age 3 months, while semi-solid foods were given to 75% of the infants aged 6 months or less. Logistic regression models showed that the lack of paternal contribution to the family's income is a risk factor for the consumption of beans (OR =3.9; CI - 95% =1.2-12.6. Family income equal to or above two minimum wages was likely to promote fruit consumption (OR =0.4: CI - 95%=0.14-1.15. CONCLUSION: Food variety percentages revealed that most children under two years of age were not being fed properly. The mother's education level and contribution of the father to family income seem to influence the consumption of certain foods, such as fruits and beans. However, they do not fully explain the feeding practices found in the first months of life, showing that other more complex issues may be involved.OBJETIVO: Objetivou-se descrever a qualidade do consumo alimentar de crianças a partir da inclusão da alimentação complementar líquida e semi-sólida, nos primeiros meses de vida, além de determinar as associações entre as práticas alimentares e as condições socioeconômicas. MÉTODOS: O grupo inicial constituiu-se por 86 bebês com idades de 0 a 3 meses, selecionados em áreas de abrangência de três Unidades Básicas de Saúde do Município de

  19. Consumption and knowledge on source of lipid foods by health technical school teachers Consumo e conhecimento sobre alimentos fontes de lipídeos por professores de escola técnica em saúde

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sônia Teresinha De Negri

    2009-08-01

    Full Text Available Objective: To investigate the consumption habit and the knowledge on source of lipid foods among teachers from a State Technical Health School in Porto Alegre, RS. Material and Methods: Transversal study, carried out with teachers of both genders through a questionnaire of food consumption frequency containing nine food groups, predominantly a source of lipids, and another questionnaire aiming at the recognition of edible fat and their effects in human health. Descriptive statistical analysis was conducted using the Excel software. Results: 39 teachers participated in the research, of which 28 were women, with an age average of 43±11 years old. Daily olive oil consumption was quoted by 38% of participants and skimmed milk by 41%. Margarine is habitual for approximately 25% of them and more than half of the group denied the use of mayonnaise or butter. They refer frequent consumption, from 1 to 3 times a week, of pizza (54%, red meat with no apparent fat (49% and poultry with no skin (70%. Lunch meat, fried food and deep fried food were eventually consumed by the majority, including oily food. Conclusion: The teachers demonstrated adequate knowledge about the importance of selecting foods which are sources of lipid and their effects in the organism. They also exerted good choice of these foods in their day-to-day life. Additional information in Nutrition could contribute even more to this healthy practice and to the diffusion of these knowledge.Objetivo: Investigar o hábito de consumo e conhecimentos sobre alimentos fontes de lipídios, entre os professores de uma Escola Técnica em Saúde da Rede Estadual de Ensino em Porto Alegre, RS. Materiais e Métodos: Estudo transversal, realizado com professores de ambos os sexos, através de um questionário de frequência de consumo alimentar contendo nove grupos alimentares, predominantemente fontes de lipídeos e, outro questionário, visando o reconhecimento sobre gorduras alimentares e os efeitos

  20. Efeito do tratamento com triptofano sobre parâmetros do comportamento alimentar em ratos adultos submetidos à desnutrição neonatal Effects of tryptophan on the eating behavior of adult rats with neonatal malnutrition

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Judelita Carvalho-Santos

    2010-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigou-se os efeitos do tratamento com triptofano sobre o consumo alimentar em ratos adultos, submetidos ou não a desnutrição precoce. MÉTODOS: Sessenta e quatro ratos Wistar machos foram divididos em nutridos (n=32, caseína=17% e desnutridos (n=32, caseína=8%, de acordo com a dieta materna empregada no período de lactação. Após o desmame, todos os ratos receberam dieta com 23% de proteína. Pesos corporais foram avaliados no sétimo, vigésimo primeiro e septuagésimo dias de vida. Aos setenta dias de idade, cada grupo nutricional foi dividido em subgrupos: Nutrido-Salina (n=16 e Nutrido-Triptofano (n=16, Desnutrido-Salina (n=16 e Desnutrido-Triptofano (n=16. Os grupos receberam diariamente 1,0mL/100g de triptofano, na dose de 50mg/kgP ou salina (0,9%NaCl, durante 14 dias. Neste período foram realizados os estudos dos parâmetros do comportamento alimentar. Posteriormente obteve-se a média do consumo alimentar relativo e a média do ganho de peso relativo. As análises estatísticas foram feitas utilizando os testes t Student e ANOVA seguido de Tukey, com pOBJECTIVE: This study investigated the effects of tryptophan on the eating behavior of adult rats submitted or not to early malnutrition. METHODS: Sixty-four male Wistar rats were divided into nourished (n=32, casein=17% and malnourished (n=32, casein=8% according to the diet given to the dam during lactation. After weaning, all rats were fed a diet with a protein content of 23%. The rats were weighed on day 7, day 21 and day 70 after birth. On day 70 after birth, each nutritional group was divided into 4 subgroups: nourished-saline (n=16, nourished-tryptophan (n=16, malnourished-saline (n=16 and malnourished-tryptophan (n=16. The tryptophan groups were given 1.0mL/100g of tryptophan for 14 days, at a dosage of 50mg/kgw of body weight and the saline groups were given 1.0mL/100g of 0.9% NaCl, also for 14 days. The eating behavior parameters were assessed during this

  1. Coping religioso-espiritual e consumo de alcoólicos em hepatopatas do sexo masculino

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Evangelista Martins

    2012-12-01

    Full Text Available Estudo transversal realizado com o objetivo de avaliar uso do Coping Religioso-Espiritual (CRE e verificar suas possíveis modulações com o padrão de consumo de alcoólicos em pacientes atendidos em ambulatório de hepatologia entre abril e dezembro de 2009, utilizando o CAGE, o AUDIT e a escala CRE. Foram encontradas associações entre coping religioso-espiritual negativo (CREN e consumo de alcoólicos na vida no último ano e com a combinação resultante. Sujeitos identificados como CAGE negativos com uso de baixo risco no último ano tiveram frequência acima da esperada na categoria abaixo da mediana. Os identificados como CAGE positivo com uso de médio risco foram relativamente mais frequentes na categoria acima da mediana (p=0,017. Resultados reforçam a relevância do CREN na avaliação de eventos relacionados com a saúde.

  2. Estado nutricional em vitamina A de puérperas adolescentes e adultas assistidas em maternidade pública

    OpenAIRE

    Gurgel, Cristiane Santos Sânzio; OLIVEIRA,Priscila Gomes de; ASSUNÇÃO, Débora Gabriela Fernandes; Dametto, Juliana Fernandes dos Santos; Dimenstein, Roberto

    2016-01-01

    RESUMO Objetivo Avaliar o estado nutricional em vitamina A de puérperas adolescentes e adultas em relação à ingestão alimentar, retinol no soro e colostro e o suprimento desta vitamina para o recém-nascido. Métodos Estudo transversal, incluindo 136 puérperas, sendo 68 adolescentes e 68 adultas, atendidas em uma maternidade pública. A ingestão dietética de vitamina A foi estimada por um questionário de frequência do consumo alimentar. Foram coletados sangue e colostro em condição de jejum pa...

  3. Digestibilidade das dietas e metabolismo de suínos alimentados com dietas contendo bentonita sódica em diferentes programas alimentares Digestibility of diets and metabolism of pigs fed with diets containing sodium bentonite in different feeding programs

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cheila Roberta Lehnen

    2011-12-01

    Full Text Available Foi realizado um experimento para avaliar a digestibilidade aparente de dietas e o metabolismo de suínos alimentados com dietas contendo bentonita sódica submetidos a diferentes programas alimentares. Foram utilizados 24 suínos machos castrados, meio irmãos paternos, com peso vivo médio inicial de 42,2kg, alojados em gaiolas metabólicas. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado com três níveis de bentonita sódica (0,0; 0,3 e 0,5% e dois programas alimentares (restrito e à vontade, com oito repetições cada. A adição de bentonita sódica não alterou (P>0,05 o consumo de ração e os balanços da energia e do nitrogênio. O consumo de ração diferiu (P0,05 a retenção de N pelos animais. A alimentação à vontade alterou (PAn experiment was carried out to evaluate the digestibility of diets and metabolism of pigs fed diets containing sodium bentonite subjected to different feeding programs. Twenty-four barrows were used, littermates, 42.2kg initial live weight, housed in metabolic cages. Experimental design was completely randomized with three sodium bentonite levels (0.0; 0.3 and 0.5% and two feeding programs (restricted and ad libitum, with eight replications each. Addition of sodium bentonite didn't affect (P>0.05 the feed intake, the energy and N balance. The feed intake differ (P0.05 the N retention in pigs. Ad libitum feeding alter (P<0.05 the energy balance, mainly the retained energy (3,825 vs. 3,013kcal d-1. Addition of 0.5% of sodium bentonite in diets reduced in 9% (P<0.01 the fecal phosphorus excretion. Sodium bentonite in diets doesn't alter the energy and N balance neither apparent digestibility of Ca, Mg, Zn, Cu and Mn. Sodium bentonite in diets reduce the fecal phosphorus excretion. There is no interaction between the feeding program and the addition of sodium bentonite in diets.

  4. Aversão alimentar adquirida e qualidade de vida em mulheres com neoplasia mamária Acquired food aversion and quality of life in women with beast cancer

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sara Maria Moreira Lima Verde

    2009-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o comportamento alimentar de mulheres com câncer de mama submetidas à quimioterapia, e sua relação com a qualidade de vida destas pacientes. MÉTODOS: A partir de um ensaio clínico do tipo antes e depois, selecionou-se 25 mulheres do Hospital AC Camargo (São Paulo, Brasil durante o período de outubro de 2005 a abril de 2006. As pacientes inclusas no estudo apresentavam diagnóstico de câncer de mama, com estadiamento I e II e indicação de tratamento quimioterápico adjuvante. Nos momentos T0 (antes e T1 (após o tratamento quimioterápico, o comportamento alimentar (consumo e aversão alimentar foi avaliado por três recordatórios 24 horas e um questionário Food Action, respectivamente. A qualidade de vida foi monitorada por meio do questionário Functional Assessment of Cancer Therapy-Breast. RESULTADOS: Após o tratamento quimioterápico (T1, o consumo de macro e micronutrientes não apresentou alterações significantes, mas o consumo de frutas e sucos aumentou (p=0,03. Perfil inverso foi observado em relação à preferência por café preto (p=0,01 e pelo grupo de bebidas (pOBJECTIVE: The objective of this paper was to assess the eating behavior of women with breast cancer subjected to chemotherapy and its relation with the quality of life of these patients. METHODS: A total of 25 women receiving care at the Hospital AC Camargo (SP, Brazil from October 2005 to April 2006 were selected based on a clinical assay of the before and after type. The patients included in the study were diagnosed with breast cancer, stages I and II and had indication of adjuvant chemotherapy. At the times T0 (before and T1 (after chemotherapy, the eating behavior (food intake and aversion was assessed by three 24-hour recalls and the Food Action questionnaire, respectively. Quality of life was monitored through the use of the Functional Assessment of Cancer Therapy - Breast questionnaire. RESULTS: After chemotherapy (T1, the intake of

  5. Consumo e custo de recursos materiais em unidades pediátricas de terapia intensiva e semi-intensiva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Larissa Lenotti Zuliani

    Full Text Available O gerenciamento de custos de materiais de consumo hospitalar é um tema atual em pesquisa, principalmente em unidades de saúde especializadas. Os enfermeiros são destacados como os principais gestores do consumo e custo de materiais hospitalares. Neste estudo, objetivou-se caracterizar unidades pediátricas semi-intensivas e intensivas de um hospital de ensino e verificar o consumo e os custos de materiais utilizados na assistência a pacientes internados nessas unidades. Estudo descritivo, exploratório, retrospectivo, com abordagem quantitativa; os dados foram obtidos do Sistema de Informação Hospitalar; analisados com base na classificação ABC. O gasto médio foi semelhante entre as UTIs cardiológica e neonatal e menor nas UTI e semi-intensiva pediátricas; houve variação significativa de consumo mensal de materiais; os materiais de maior custo tiveram mais impacto no orçamento das unidades estudadas. Os dados obtidos revelaram a importância do uso de método sistêmico de análise de consumo e gastos de materiais em unidades pediátricas e subsidiam ações administrativas de economia.

  6. Consumo e custo de recursos materiais em unidades pediátricas de terapia intensiva e semi-intensiva

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Larissa Lenotti Zuliani

    2012-12-01

    Full Text Available O gerenciamento de custos de materiais de consumo hospitalar é um tema atual em pesquisa, principalmente em unidades de saúde especializadas. Os enfermeiros são destacados como os principais gestores do consumo e custo de materiais hospitalares. Neste estudo, objetivou-se caracterizar unidades pediátricas semi-intensivas e intensivas de um hospital de ensino e verificar o consumo e os custos de materiais utilizados na assistência a pacientes internados nessas unidades. Estudo descritivo, exploratório, retrospectivo, com abordagem quantitativa; os dados foram obtidos do Sistema de Informação Hospitalar; analisados com base na classificação ABC. O gasto médio foi semelhante entre as UTIs cardiológica e neonatal e menor nas UTI e semi-intensiva pediátricas; houve variação significativa de consumo mensal de materiais; os materiais de maior custo tiveram mais impacto no orçamento das unidades estudadas. Os dados obtidos revelaram a importância do uso de método sistêmico de análise de consumo e gastos de materiais em unidades pediátricas e subsidiam ações administrativas de economia.

  7. Concentrações séricas hormonais em vacas azebuadas submetidas à baixa e alta ingestão alimentar

    OpenAIRE

    MARTINS, A.C.; Mollo, M.R.; BASTOS, M.R.; GUARDIEIRO, M.M.; SARTORI, R.

    2008-01-01

    O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência da ingestão alimentar nas concentrações séricas de hormônios reprodutivos e metabólicos em vacas azebuadas. Dezoito vacas foram divididas em dois grupos: 170% (alta ingestão = A) e 66% (baixa ingestão = B) da dieta de manutenção. Com 21 dias nas dietas experimentais, as vacas tiveram o estro sincronizado. Posteriormente, os ovários foram avaliados por ultra-sonografia transretal e sangue foi coletado diariamente até o dia 7 do ciclo (ovulação...

  8. Consumo de macronutrientes e ingestão inadequada de micronutrientes em adultos Consumo de macronutrientes e ingestión inadecuada de micronutrientes en adultos Macronutrient consumption and inadequate micronutrient intake in adults

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosangela Alves Pereira

    2013-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar o consumo de energia e nutrientes e a prevalência de ingestão inadequada de micronutrientes entre adultos brasileiros. MÉTODOS: Foram analisados dados do Inquérito Nacional de Alimentação da Pesquisa de Orçamento Familiar 2008-2009. O consumo alimentar foi avaliado por dois dias de registro alimentar não consecutivos. Um total de 21.003 indivíduos (52,5% mulheres entre 20 e 59 anos de idade participou do estudo. A ingestão usual de nutrientes foi estimada pelo método proposto pelo National Cancer Institute. As prevalências de ingestão inadequada de micronutrientes foram obtidas pelo método da necessidade média estimada (EAR como ponto de corte. Para manganês e potássio, a Ingestão Adequada (AI foi usada como ponto de corte. A ingestão de sódio foi comparada com o nível de ingestão máximo tolerável (UL. A prevalência de inadequação da ingestão de ferro foi determinada por abordagem probabilística. Os dados foram analisados de acordo com a localização do domicílio (área urbana ou rural e as macrorregiões do país. RESULTADOS: A média do consumo energético foi de 2.083 kcal entre os homens e 1.698 kcal entre as mulheres. Prevalências de inadequação maiores ou iguais a 70% foram observadas para cálcio entre os homens e magnésio, vitamina A, sódio em ambos os sexos. Prevalências maiores ou iguais a 90% foram encontradas para cálcio entre as mulheres e vitaminas D e E em ambos os sexos. Prevalências menores que 5% foram encontradas para ferro entre os homens e niacina para homens e mulheres. No geral, a prevalência de ingestão inadequada foi mais acentuada na área rural e na região Nordeste. CONCLUSÕES: O consumo de energia é maior entre indivíduos residentes em áreas urbanas e da região Norte. Os grupos com maior risco de ingestão inadequada de micronutrientes são as mulheres e os que residem na área rural e na região Nordeste.OBJETIVO: Estimar el consumo de energía y

  9. Associação entre excesso de peso e consumo de feijão em adultos Association between overweight and intake of beans among adults

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sara Araújo Silva

    2010-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar associação entre excesso de peso e consumo de feijão em adultos. MÉTODOS: O estudo constou de indivíduos adultos (>18 anos, moradores em Belém (PA, em 2005. A amostragem foi realizada por sorteio de residências com telefone fixo e de um morador adulto de cada casa sorteada. A variável desfecho foi excesso de peso, a variável explanatória consumo de feijão e as variáveis de controle foram idade, escolaridade e situação conjugal, além de atividade física no lazer e hábitos alimentares de risco. A análise dos dados foi feita pelo teste do qui-quadrado e por regressão logística. RESULTADOS: Foram avaliados 2 352 indivíduos (39,8% do sexo masculino. O excesso de peso atingiu mais os homens, 49,3%, do que as mulheres, 34,0% (pOBJECTIVE: The objective of this study was to assess the association between overweight and intake of beans in adults. METHODS: The study population was 2,352 adults (>18 years of age living in Belém (PA, Brazil, in 2005. Sampling was done by randomly selecting households with a telephone landline and then selecting an adult in the household. The dependent variable was overweight, the explanatory variable was intake of beans and the confounding variables were age, education level, marital status, leisure-time physical activity and risky food habits. The data were analyzed by the chi-square test and logistic regression. RESULTS: A total of 2,352 individuals were assessed where 39.8% were males. The prevalence of overweight was higher in men (49.3% than in women (34.0%, p<0.001. Overweight was directly associated with age in both genders and with education level in men. In women, overweight was inversely associated with education level. The food behavior variable that best associated with overweight was intake of beans. After adjustment for the other variables, the risk of overweight was approximately 1.4 times greater in men who ate beans less than five times per week, but the inverse was

  10. (In) Segurança alimentar em familias de pré-escolares de uma zona rural do Ceará

    OpenAIRE

    Aires, Julliana dos Santos; Martins, Mariana Cavalcante; Joventino, Emanuella Silva; Ximenes, Lorena Barbosa

    2012-01-01

    OBJETIVOS: Detectar a prevalência da (in) segurança alimentar entre as famílias residentes na zona rural de Maranguape e verificar a associação entre as variáveis socioeconômicas e o grau de (in) segurança alimentar. MÉTODOS: Estudo descritivo, com abordagem quantitativa, realizado no Centro de Saúde da Família (CSF) na zona rural de Maranguape-Ceará em setembro de 2009. A amostra constituiu-se de 200 famílias com crianças pré-escolares atendidas no CSF, sendo aplicada a Escala Brasileira de ...

  11. Fatores associados ao estado nutricional de escolares de 7 a 10 anos: aspectos sociodemográficos, de consumo alimentar e estado nutricional dos pais Factors associated with nutritional status of 7-10 year-old schoolchildren: sociodemographic variables, dietary and parental nutritional status

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carla de O. Bernardo

    2012-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar a prevalência de sobrepeso/obesidade em escolares e investigar sua associação com o estado nutricional dos pais, fatores sociodemográficos e de consumo alimentar. MÉTODO: Estudo transversal realizado com 1.223 escolares de 7 a 10 anos de Florianópolis, SC. Foram coletados dados socioeconômicos e medidas antropométricas autorreferidas dos pais, e medidas antropométricas diretas e de consumo alimentar do dia anterior dos escolares. O diagnóstico nutricional dos escolares foi definido a partir do Índice de Massa Corporal (IMC para idade e sexo de acordo com dados de referência da Organização Mundial de Saúde (2007 e o dos pais segundo os pontos de corte do IMC também da Organização Mundial de Saúde (1995. Realizou-se análise bivariada e multivariada por meio da regressão de Poisson. RESULTADOS: Prevalência de sobrepeso/obesidade de 36,2% nos meninos e 32,7% nas meninas. Nos pais e mães a prevalência foi de, respectivamente, 56,3% e 27,5%. Dos fatores investigados, no modelo final permaneceram associados ao sobrepeso/obesidade nos escolares o estado nutricional das mães (p = 0,001 e dos pais (p = 0,050. A prevalência de sobrepeso/obesidade foi 1,58 vezes maior em escolares com mães e 1,41 vezes maior em escolares com pais com sobrepeso/obesidade, quando comparados a mães e pais sem o problema. CONCLUSÃO: Observou-se elevada prevalência de sobrepeso/obesidade nos escolares, e esta se associou ao estado nutricional de pais e mães. Isso evidencia a necessidade de ações de prevenção do ganho excessivo de peso ainda na infância que atuem também no ambiente familiar do escolar, a fim de reduzir a obesidade neste grupo populacional.OBJECTIVE: To estimate the prevalence of overweight / obesity in schoolchildren, and to investigate its association with parents' nutritional status, socioeconomic factors and food consumption. METHODS: Cross-sectional study with 1,223 schoolchildren, 7 to 10 years old from

  12. A percepção de insegurança alimentar em famílias com idosos em Campinas, São Paulo, Brasil Food insecurity perception in families with elderly in Campinas, São Paulo, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leticia Marín-León

    2005-10-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi determinar a prevalência de insegurança alimentar em famílias com idosos e descrever seu perfil sócio-demográfico. Foram estudadas famílias com membros de 65 anos e mais (n = 195, selecionadas de inquérito domiciliar realizado em 2003, em Campinas, São Paulo, Brasil. A Escala Brasileira de Insegurança Alimentar, versão brasileira do módulo de insegurança alimentar do United States Department of Agriculture, foi utilizada para diagnosticar segurança/insegurança alimentar (SA/IA. Observou-se insegurança alimentar leve em 33,0% das famílias, moderada em 11,8% e grave em 7,2%. Em menos de 5,0% das famílias o idoso não tinha renda. Os idosos de famílias com insegurança alimentar apresentaram, em forma similar aos Estados Unidos, maior proporção de idosos de baixa renda (The aim of this study was to determine the prevalence of food insecurity (FI in families with elderly members and to describe their socio-demographic profile. The study focused on families with members aged 65 years or more (n = 195 participating in a household survey in Campinas, São Paulo, Brazil, in 2003. The Brazilian Food Insecurity Scale, an adaptation of the USDA FI module, was used to diagnose food security/insecurity (FS/FI. Mild FI was present in 33.0% of families, moderate in 11.8%, and severe in 7.2%. The elderly had no income in < 5.0% of the families. Families with FI, as in the United States, had a greater proportion of elderly with low income and low level of education (no schooling or incomplete primary schooling. A significantly higher proportion of daily qualitative food intake was observed in FS families (vegetables 92.3 vs. 61.8%; OR = 7.4; 95%CI: 2.9-19.6; meat 74.2 vs. 43.1%; OR = 3.8; 95%CI: 1.9-7.3; fruit 77.4 vs. 49.0%; OR = 3.6; 95%CI: 1.8-6.9. The elderly contribute to family income and thus do not pose a burden to their families.

  13. Frequência de comportamentos alimentares inadequados e sua relação com a insatisfação corporal em adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tatiana Araújo Bertulino da Silva

    2012-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever a relação entre a frequência de insatisfação com a imagem corporal e a presença de sintomas de transtornos alimentares em adolescentes. MÉTODOS: O estudo foi realizado com uma amostra de 300 adolescentes, de ambos os sexos, na faixa etária de 10 a 17 anos, estudantes de uma escola pública estadual da cidade do Recife, Brasil. Foram utilizadas as versões brasileiras para adolescentes de três escalas autoaplicativas (EAT-26, BITE e BSQ, além de um questionário contendo dados biodemográficos. RESULTADOS: A frequência de sintomas de transtornos alimentares detectada pelo EAT-26 foi de 32,3%; 2,3% para comportamentos sugestivos de bulimia nervosa, por meio da escala BITE, tendo 36,67% dos alunos apresentado padrão alimentar não usual; 5,6% apresentaram insatisfação com a imagem corporal; 8,6% demonstraram tendência à preocupação com a insatisfação com a imagem corporal e 17,6% apresentaram leve insatisfação, além de 66,3%, que mostraram normalidade em relação à sua forma corporal. CONCLUSÃO: Os adolescentes apresentaram níveis de alteração na autoimagem corporal, com alta frequência de insatisfação da imagem corporal, podendo apresentar associação com comportamentos alimentares inadequados.

  14. Validação do Questionário de Freqüência Alimentar para Adolescentes (QFAA por grupos de alimentos em uma população de escolares Validation of a Food Frequency Questionnaire by food groups for the adolescent population

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silvia Maria Voci

    2008-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar a validade do Questionário de Freqüência Alimentar para Adolescentes para avaliar o consumo de grupos de alimentos entre escolares de Piracicaba, São Paulo. MÉTODOS: Participaram do estudo 94 adolescentes, com idade entre 11 e 15 anos, matriculados em uma escola da rede pública. O consumo alimentar foi avaliado pelo Questionário de Freqüência Alimentar para Adolescentes (QFAA e a média de dois Recordatórios de 24 horas (R24h foi utilizada como método de referência. Os itens alimentares foram classificados em 18 grupos. Foram realizadas análises descritivas, teste t-Student pareado e de Wilcoxon, coeficientes de correlação de Pearson e de Spearman. Foram também utilizadas análise de quartis e estatística Kappa ponderado. Os coeficientes de correlação foram corrigidos pela variância intrapessoal dos R24h, estimada a partir de ANOVA com um fator de classificação. RESULTADOS: Não foram verificadas diferenças significativas entre os instrumentos para o arroz, massas, carnes, refrigerantes e sucos artificiais. Os coeficientes de correlação corrigidos pela variabilidade intrapessoal variaram de -0,26 a 0,78. A concordância de classificação dos indivíduos no mesmo quartil de consumo para ambos os métodos variou de 22% (massas a 50% (feijão. Para quartis opostos, os grupos que tiveram mais de 10% dos indivíduos classificados incorretamente foram massas (19%, carnes (13% e gorduras (11%. Os valores de Kappa ponderado variaram de - 0,15 (massas a 0,56 (feijão. O QFAA superestimou o consumo de quase a totalidade dos grupos alimentares e subestimou os grupos dos óleos, feijão, carnes e refrigerantes. CONCLUSÃO: O instrumento apresentou boa validade para feijão, verduras e legumes, leite e derivados, biscoitos recheados e para o arroz.OBJECTIVE: To verify the validity of the Food Frequency Questionnaire for Adolescents in order to evaluate food group consumption among adolescents from Piracicaba, S

  15. Pré-melhoramento de abóbora (Cucurbita moschata Duch.) Visando biofortificação em carotenoides

    OpenAIRE

    Lima Neto, Izaias da Silva

    2013-01-01

    A hipovitaminose A tem sido atribuída ao consumo inadequado de alimentos fontes de vitamina A pré-formada ou carotenoides, devido às privações socioeconômicas, tabus alimentares ou orientação alimentar inadequada. Em razão dessa realidade, a biofortificação de hortaliças em carotenoides precursores de vitamina A é uma alternativa viável para sua erradicação. A abóbora é considerada uma importante fonte de carotenoides, principalmente β-caroteno. Seu consumo minimiza os efeitos da hipovit...

  16. Consumo infantil de alimentos industrializados e renda familiar na cidade de São Paulo

    OpenAIRE

    Aquino,Rita de Cássia de; Philippi,Sonia Tucunduva

    2002-01-01

    OBJETIVO: Descrever o consumo infantil de alimentos industrializados e a relação com a renda familiar per capita, com base em inquérito domiciliar. MÉTODOS: O consumo alimentar de uma amostra probabilística da população infantil residente na cidade de São Paulo, entre zero e 59 meses de idade (n=718), foi estudado em 1995/1996 por meio de inquérito recordatório de 24h. Analisou-se a relação entre o consumo de 24 alimentos industrializados e a renda familiar per capita, distribuída em quartis....

  17. Indústria moderna e padrão alimentar: o espaço do trabalho, do consumo e da saúde Modern factory and dietary pattern: the space of work, consumption and health

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Solange Veloso Viana

    2009-12-01

    Full Text Available O presente trabalho tem por objetivo evidenciar a Política de Produção como uma estrutura relevante para a construção de uma complexa teia de processos que conformam o padrão alimentar de um segmento operário e seus problemas de saúde associados à alimentação. Fundamentado na técnica do estudo de caso, o trabalho desenvolve-se numa fábrica do Polo Petroquímico de Camaçari, privilegiando uma abordagem centrada na experiência vivida pelos trabalhadores. Nesse sentido, coloca-se sob a perspectiva das relações sociais, organizando-se em torno das dimensões geral, particular e singular, de modo a elucidar dinâmicas que, situadas em diferentes níveis, articulam-se aos processos de produção e reprodução do padrão alimentar e dos problemas de saúde. Para a coleta de dados, foram utilizados como instrumentos uma entrevista semiestruturada, um questionário autoaplicável, além de uma ficha para registro dos problemas de saúde associados à alimentação. Os resultados, problematizados à luz dos diferentes espaços explicativos, evidenciam os processos mais gerais do contexto fabril, passando pelos processos modeladores do padrão alimentar, até as formas de percepção e conduta em face desses problemas. Conclui com uma discussão sobre o conflito vivido pelo grupo em relação ao modelo de cuidado implementado pela fábrica, às estratégias de superação dos processos que reproduzem seu padrão alimentar e os problemas de saúde a ele associados.The objective of this paper is to show that the Production Policy is a relevant structure to build a complex net of processes which configure the dietary patterns of a working segment and its health problems associated with diet. Based on the case study technique, the work was developed at a factory in the Petrochemical Complex of Camaçari, focusing on an approach centered on the workers' experience. In this way, it is centered on the perspective of social relations, organized

  18. Desenvolvimento de um Questionário Quantitativo de Freqüência Alimentar (QQFA) para um estudo caso-controle de dieta e câncer de mama em João Pessoa - PB

    OpenAIRE

    Flávia Emília Leite de Lima; Regina Mara Fisberg; Bethzabeth Slater

    2003-01-01

    O presente trabalho descreve o desenvolvimento de um Questionário Quantitativo de Freqüência Alimentar (QQFA) para utilização em estudo caso-controle sobre dieta e câncer de mama em João Pessoa. Um inquérito recordatório de 24 horas (IR24h) foi aplicado em 100 mulheres, entre 20 e 75 anos, que se utilizam de serviços públicos de saúde. Foram identificados 217 alimentos, agrupados em itens alimentares, segundo semelhanças de valor nutritivo por porção alimentar e/ou fontes dos nutrientes de in...

  19. Consumo de alcohol y autoestima en adolescentes Consumo de álcool e autoestima em adolescentes Alcohol consumption and self esteem in adolescents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alicia Álvarez Aguirre

    2010-06-01

    Full Text Available La presente investigación tuvo como objetivo analizar la relación entre el nivel de autoestima y el consumo de alcohol en los adolescentes, a través de la realización de un estudio descriptivo transversal, en una facultad de enfermería en la ciudad de Querétaro, en México, en el mes de julio de 2008, en una muestra de 109 adolescentes, entre 17 y 20 años. Para la obtención de los datos fueron aplicados dos instrumentos: AUDIT y Cuestionario de autoestima de Rosemberg. La mayoría de los adolescentes participantes tuvieron la autoestima elevada (94.5%, ninguno presentó autoestima baja. El 80.7% de los adolescentes del estudio no tiene riesgo de consumo de alcohol. Se concluye que la mayoría de los adolescentes presentaron una elevada autoestima y tuvieron riesgo bajo de consumo de alcohol. Por lo que se sugiere implementar programas preventivos con respecto al consumo de alcohol y factores protectores a fin de que los adolescentes continúen con un estilo de vida saludable.O presente estudo teve como objetivo analisar a relação entre o nível de autoestima e o consumo de álcool em adolescentes, através da realização de estudo descritivo transversal, em uma faculdade de enfermagem de Queretaro, México, no mês de julho de 2008, com amostra de 109 adolescentes, entre 17 e 20 anos. Para obtenção dos dados, foram aplicados dois instrumentos, o AUDIT e o questionário de autoestima de Rosemberg. A maioría dos adolescentes participantes tinha autoestima elevada (94,5%, nenhum apresentou baixa autoestima. Nesta amostra, 80,7% dos adolescentes não possui risco para consumo de álcool. Conclui-se que os adolescentes apresentaram elevada autoestima e baixo risco para o consumo de álcool. Portanto, é necessário implementar programas preventivos relacionados ao consumo de álcool e identificar os fatores protetores para garantir a manutenção de hábitos saudáveis pelos adolescentes.The aim of this study was to analyze the

  20. Constipação em lactentes: influência do tipo de aleitamento e da ingestão de fibra alimentar Constipation in infants: influence of type of feeding and dietary fiber intake

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andrea Nogueira de Campos Aguirre

    2002-01-01

    Full Text Available Objetivo: estudar a associação entre tipo de aleitamento, consumo de fibra alimentar e ocorrência de constipação em lactentes. Métodos: foram estudados 275 lactentes atendidos consecutivamente em unidade básica de saúde. O tipo de aleitamento foi classificado como predominante, misto e artificial. Constipação foi caracterizada pela eliminação de fezes duras, associada a uma das seguintes características: dor ou dificuldade ao evacuar, fezes em cíbalos ou cilíndrica, com rachaduras, e intervalo entre as evacuações maior ou igual a 3 dias. Pseudoconstipação foi caracterizada quando ocorria a eliminação de fezes amolecidas, sem dor ou dificuldade, em intervalo maior ou igual a 3 dias. Resultados: constipação foi observada em 25,1% dos lactentes. Pseudoconstipação ocorreu exclusivamente nos primeiros 6 meses de vida, em 5,1% dos 159 lactentes desta faixa etária. Constipação entre os 6 e 24 meses (38,8%; 45/116 foi mais freqüente do que no primeiro semestre de vida (15,1%, p=0,0000. A análise de regressão logística evidenciou que, no primeiro semestre, os lactentes em aleitamento artificial demonstram chance 4,5 vezes maior de apresentar constipação do que os em aleitamento predominante. Entre os de 6 a 24 meses, a estimativa de consumo de fibra alimentar (gramas/dia foi semelhante (p=0,57 nos lactentes com constipação (mediana=9,0g; percentis 25 e 75: 6,9-13,1g e naqueles com hábito intestinal normal (mediana=8,8; percentis 25 e 75: 6,1-12,9g. Conclusões: o consumo de fibra alimentar por crianças menores de dois anos foi semelhante entre os grupos com e sem constipação intestinal. O aleitamento natural predominante é fator de proteção contra constipação no primeiro semestre de vida.Objective: To study the relationship between breast-feeding, dietary fiber intake and constipation in infants. Methods: The study population consisted of 275 infants consecutively enrolled in two Primary Care Clinic in the

  1. Hábitos alimentares e sedentarismo em crianças e adolescentes com obesidade na admissão do programa de obesidade do Hospital Universitário Bettina Ferro de Souza

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Daniela Cruz e Silva

    2017-01-01

    Full Text Available Objetivo: Descrever o perfil dos hábitos alimentares e de sedentarismo em crianças e adolescentes atendidos no Centro de Referência em Obesidade Infanto juvenil do Hospital Universitário Bettina Ferro de Souza, Belém-PA. Métodos: Estudo transversal e descritivo. Foram coletadas medidas antropométricas; aplicação do recordatório alimentar de 24h, e o Questionário Internacional de Atividade Física para quantificação do nível de atividade física e dos comportamentos sedentários. Para análise do hábito alimentar considerou-se a frequência do consumo, sendo adequado: frutas ≥3 porções, hortaliças ≥3 porções e doces ≤1 porção. Foram somados os tempos de atividade física e o tempo de tela, consideradas as recomendações da OMS. Resultados: Foram avaliados 21 pacientes, com média de idade de 7,3 anos entre as crianças e 13,8 anos entre os adolescentes. As crianças apresentaram média de peso de 45,54kg, IMC de 26,81kg/m2, e de escore-z de 4,55. Os adolescentes, peso de 71,44kg, IMC de 31,74kg/m2 e 2,58 de escore-z. Os 61,9% dos participantes tiveram baixo consumo de frutas, 95,3% baixo consumo de hortaliças e elevado consumo de doces por 71,4%. Os fisicamente inativos corresponderam a 76,2% e obteve-se alta prevalência de comportamento sedentário, com uma média de 6,42h/dia. Conclusão: Verificou-se hábito alimentar inadequado e alta prevalência de sedentarismo. ABSTRACT Eating habits and physical inactivity in children and adolescents with obesity in the admission of the university hospital of the obesity program bettina iron souza Objective: To describe the feeding habits and sedentary lifestyle in children and adolescents treated at the Reference Center for Obesity Children and Youth of the University Hospital Bettina Ferro de Souza, in Belém-PA. Methods: A descriptive cross-sectional study. A physical and nutritional assessment, where anthropometric measurements were collected was carried out, the food

  2. Determinantes do consumo de frutas e hortaliças em adolescentes por regressão quantílica Determinantes del consumo de frutas y hortalizas en adolescentes por regresión cuantílica Determinants of fruit and vegetable intake in adolescents using quantile regression

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberta Schein Bigio

    2011-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar o consumo de frutas, legumes e verduras (FLV de adolescentes e identificar fatores associados. MÉTODOS: Estudo transversal de base populacional com amostra representativa de 812 adolescentes de ambos os sexos de São Paulo, SP, em 2003. O consumo alimentar foi medido pelo recordatório alimentar de 24 horas. O consumo de FLV foi descrito em percentis e para investigar a associação entre a ingestão de FLV e variáveis explanatórias; foram utilizados modelos de regressão quantílica. RESULTADOS: Dos adolescentes entrevistados, 6,4% consumiram a recomendação mínima de 400 g/dia de FLV e 22% não consumiram nenhum tipo de FLV. Nos modelos de regressão quantílica, ajustados pelo consumo energético, faixa etária e sexo, a renda domiciliar per capita e a escolaridade do chefe de família associaram-se positivamente ao consumo de FLV, enquanto o hábito de fumar associou-se negativamente. Renda associou-se significativamente aos menores percentis de ingestão (p20 ao p55; tabagismo aos percentis intermediários (p45 ao p75 e escolaridade do chefe de família aos percentis finais de consumo de FLV (p70 ao p95. CONCLUSÕES: O consumo de FLV por adolescentes paulistanos mostrou-se abaixo das recomendações do Ministério da Saúde e é influenciado pela renda domiciliar per capita, pela escolaridade do chefe de família e pelo hábito de fumar.OBJETIVO: Analizar el consumo de frutas, legumbres y verduras (FLV de adolescentes e identificar factores asociados. MÉTODOS: Estudio transversal de base poblacional con muestra representativa de 812 adolescentes de ambos sexos de Sao Paulo, Sureste de Brasil, en 2003. El consumo alimentario fue medido por el recordatorio alimentario de 24 horas. El consumo de FLV fue descrito en percentiles y para investigar la asociación entre la ingestión de FLV y variables explicativas fueron utilizados modelos de regresión cuantílica. RESULTADOS: De los adolescentes entrevistados, 6

  3. Preocupação e insatisfação com o corpo, checagem e evitação corporal em pessoas com transtornos alimentares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Angela Nogueira Neves Betanho Campana

    2012-12-01

    Full Text Available Este estudo teve por objetivo avaliar aspectos da imagem corporal em uma amostra de pessoas com anorexia nervosa, bulimia nervosa e transtorno alimentar não-especificado. A amostra foi composta por 14 voluntárias atendidas pelo Ambulatório de Transtornos Alimentares da Universidade Estadual de Campinas. O Software de Avaliação Perceptiva foi utilizado para avaliar a insatisfação com o corpo. A preocupação com o corpo, checagem e evitação corporal foram avaliadas pelo Body Shape Questionnaire, Body Checking Questionnaire e Body Image Avoidance Questionnaire, respectivamente. A análise descritiva e as correlações entre as medidas mostraram elevados níveis de insatisfação, checagem, evitação e preocupação com o corpo, com associações significantes. Estes achados evidenciaram a importância dos parâmetros investigados na dinâmica dos transtornos alimentares. Conhecer esses componentes da imagem corporal favorece a ampliação das possibilidades de melhor compreender como se organiza a representação mental do corpo dessas pacientes e planejar mais cuidadosamente as intervenções no decurso do tratamento.

  4. Grupo de reeducação alimentar: uma experiência holística em saúde na pespectiva familiar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Mafra Brienza

    2002-12-01

    Full Text Available O estudo descreve uma experiência de desenvolvimento de um programa educativo familiar voltado para o tema Reeducação Alimentar. O mesmo se caracteriza por um processo que pode possibilitar à população avaliar a qualidade de vida. Justificam esta iniciativa o envelhecimento da população brasileira onde a obesidade desempenha um papel importante como fator de risco, bem como o despreparo do sistema de saúde e da sociedade. O presente trabalho é realizado em uma micro-área do município de Ribeirão Preto. Acontece na forma de grupos, com duração de 2 meses e participação média de 13 pessoas. Tem como clientela básica mulheres. Através da participação da clientela, são elaborados cardápios alimentares. São oferecidos grupos de manutenção que visam dar continuidade ao processo. Têm-se observado uma procura de aproximadamente 30 inscritos para cada grupo. Um Programa de Reeducação Alimentar contribui para o auto-cuidado e a auto-responsabilidade, apoiando estilos de vida mais saudáveis.

  5. Associação entre consumo de refrigerantes, sucos e leite, com o índice de massa corporal em escolares da rede pública de Niterói, Rio de Janeiro, Brasil Association between consumption of soft drinks, fruit juice, and milk and body mass index among public school students in Niterói, Rio de Janeiro State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda de Albuquerque Melo Nogueira

    2009-12-01

    Full Text Available Avaliou-se a associação entre o consumo de refrigerantes, sucos e leite, com o índice de massa corporal (IMC em 1.423 estudantes, entre 9 e 16 anos, de escolas públicas de Niterói, Rio de Janeiro, Brasil. O consumo de bebidas foi avaliado por meio do recordatório alimentar de 24 horas e questionário de freqüência de consumo alimentar. Peso e estatura foram coletados para o cálculo do IMC. As análises de regressão linear foram estratificadas por sexo e ajustadas por atividade física, idade e efeito do conglomerado (classes. Verificou-se associação positiva entre freqüência de consumo de refrigerante e idade (p = 0,05 e negativa entre consumo de leite e idade (p = 0,004. Apenas para as meninas, o IMC associou-se positivamente com o consumo de sucos (β = 0,02; p = 0,03. Para as outras bebidas não foram encontradas associações entre IMC e freqüência usual de consumo. O consumo de refrigerantes e sucos representou cerca de 20% do total de energia média consumida diariamente. Os resultados indicam que esforços para reduzir a ingestão de energia por meio de bebidas devem enfatizar também os sucos.The association between consumption of soft drinks, fruit juice, and milk and body mass index (BMI was evaluated in 1,423 students 9 to 16 years of age from public schools in Niterói, Rio de Janeiro State, Brazil. Beverage intake was measured using 24-hour recall and a food frequency questionnaire. Weight and height were measured to calculate BMI. Regression analyses took into account the cluster (classes effect. Analyses were stratified by gender and adjusted for physical activity and age. The results showed a positive association between soft drink intake and age (p = 0.05 and a negative association between milk and age (p = 0.004. For girls only, there was a significant association between frequent fruit juice intake and BMI (β = 0.02; p = 0.03. For the other beverages, there were no significant associations between BMI and

  6. Experiências de consumo de crianças de diferentes contextos socioeconômicos retratadas em desenhos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Altamir da Silva Souza

    2017-05-01

    Full Text Available As elevadas expectativas de consumo recebem críticas por estimularem o consumo desenfreado e por, potencialmente, atingirem crianças de famílias sem poder aquisitivo. Neste trabalho, de caráter qualitativo, investigamos experiências de consumo de crianças originárias de contextos socioeconômicos distintos. Selecionamos duas turmas da segunda série inicial de uma escola pública e outra privada, que julgamos representar, respectivamente, contextos de renda mais baixa e mais alta. Sugerimos às crianças que desenhassem uma experiência de consumo “legal” e outra “ruim”, e depois pedimos que falassem sobre os desenhos. Mediante a análise do material coletado, constatamos que: as crianças da escola privada desenharam sobre a satisfação de comprar produtos e serviços de diferentes ramos de atividade, bem como a insatisfação de permanecerem em filas e terem pedidos de compra negados pelos pais; já as crianças de escola pública retrataram, basicamente, experiências positivas de compras em lojas de gêneros alimentícios, situações ruins estavam ligadas a pedidos de compra negados pelos pais e a insatisfação de terem que comprar cigarros e bebida alcoólica para estes, além de situações em que se depararam com alguma forma de violência. Entendemos que os desenhos revelam diferenças em relação à influência dos mecanismos e espaços de mercado disponíveis que estimulam o consumo.

  7. Associação dos padrões alimentares com obesidade geral e abdominal em mulheres residentes no Sul do Brasil Association between dietary patterns and body mass index and waist circumference in women living in Southern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gabriela Perozzo

    2008-10-01

    Full Text Available Com objetivo de estudar a associação de padrões alimentares com obesidade, realizou-se estudo transversal de base populacional com amostra representativa de 1.026 mulheres (20 a 60 anos em São Leopoldo, Rio Grande do Sul, Brasil. A obesidade geral foi avaliada pela utilização de índice de massa corporal (IMC > 30kg/m² e a adiposidade abdominal, circunferência da cintura (CC> 88cm. Os padrões alimentares foram identificados por análise fatorial. Para análise multivariada, foi utilizada regressão de Poisson. Entre o total de mulheres, 18% (IC95%: 15,66-20,53 tinham obesidade geral e 23,3% (IC95%: 20,72-26,06 abdominal. Após controle para fatores de confusão, o baixo consumo do PA-frutas associou-se positivamente com o IMC (RP = 2,18; IC95%: 1,35-3,53; p = 0,001. Já o baixo consumo do PA-vegetais apresentou efeito protetor para o aumento nos níveis de IMC (RP = 0,64; IC95%: 0,47-0,86; p = 0,004 e o do PA-nozes/oleaginosas para o aumento na medida da CC (RP = 0,93; IC95%: 0,89-0,98; p = 0,008. O estudo aponta para a complexidade envolvida na relação entre padrões alimentares e obesidade e a necessidade de novos estudos, objetivando o melhor entendimento do tema.This study focused on the association between dietary patterns and obesity. A cross-sectional population-based study was performed in 1,026 adult women from Southern Brazil. Waist circumference (WC, height, and weight were measured according to a standardized protocol, and body mass index (BMI was calculated. Obesity was defined as BMI > 30kg/m² and WC > 88cm. Principal components analysis was used to identify dietary patterns. Multivariate analysis used a Poisson regression model to estimate prevalence ratios and respective confidence intervals. After controlling for possible confounders, low consumption of "vegetables" protected against increased BMI (PR = 0.64; 95%CI: 0.47-0.86; p = 0.004, while low consumption of "nuts/oilseeds" protected against increased WC (PR = 0

  8. Produtos alimentares tradicionais: hábitos de compra e consumo do mel Traditional alimentary products: purchase habits and honey consumption

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Ribeiro

    2009-12-01

    Full Text Available Este estudo tem como objectivos conhecer o perfil do consumidor do mel e descrever os seus hábitos de consumo e compra. Foi elaborado um estudo quantitativo que teve como base a construção de um questionário, que foi aplicado a 172 indivíduos do Distrito de Bragança. Através da análise descritiva dos dados faz-se a caracterização da amostra e descrevem-se os hábitos de consumo e compra do mel. Participaram neste estudo 172 indivíduos, dos quais 41,9% são do sexo masculino e 58,1% são do sexo feminino. Verificou-se que a esmagadora maioria é consumidor de mel (94,8%, prefere o mel da região porque está mais disponível, é mais saboroso e tem qualidade (70,9%. A principal forma de utilização do mel é combinado com outros alimentos (60,5%, o local preferido para a sua compra é junto do produtor (51,7% e o factor que mais pesa na decisão de compra é o paladar (52,3%.To determine the honey consumer’s profile and to describe purchase and consume habits are the objectives of this study. A cross-sectional survey was carried out in a probabilistic sample including 172 individuals of the Braganza region population. After, a descriptive analyses is done to characterize the sample and purchase and consume habits of the inquiry. In this study participated 172 individuals, of which 41,9% are male and 58,1% are female. It was verified that the smashing majority is honey consumer (94,8%, they prefer the national honey because it is more available, it is tastier, it is quality and it is trustworthy (70,9%. The main form honey use is mixed with other foods (60,5%, the favorite place for the honey purchase is near the producer (51,7% and the most important factor in the purchase decision is the palate (52,3%.

  9. Comportamento alimentar neonatal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Souza Sandra Lopes de

    2003-01-01

    Full Text Available Durante o período de aleitamento, aspectos do comportamento alimentar sofrem intensa transformação. Vários estudos descrevem, do nascimento ao desmame, as modificações nas ações comportamentais necessárias para aquisição do alimento pelo neonato. O controle desse comportamento também apresenta ajustes fisiológicos através da lactação, mudando de um padrão pré-absortivo, em período precoce, para pós-absortivo, próximo ao desmame. Devido a essas transformações, esse período torna-se vulnerável a agressões ambientais que podem influenciar o estabelecimento de padrões alimentares que estarão associados a patologias na vida adulta.

  10. Programa para registro de recordatório alimentar de 24 horas: aplicação no Estudo de Riscos Cardiovasculares em Adolescentes

    OpenAIRE

    Barufaldi, Laura Augusta; Abreu, Gabriela de Azevedo; Veiga, Gloria Valeria da; Sichieri, Rosely; Kuschnir, Maria Cristina Caetano; Cunha, Diana Barbosa; Pereira, Rosângela Alves; Bloch, Katia Vergetti

    2016-01-01

    RESUMO: Introdução: O Estudo de Riscos Cardiovasculares em Adolescentes (ERICA) é um estudo multicêntrico nacional cujo objetivo é traçar o perfil de risco cardiovascular, incluindo obesidade, alterações do metabolismo lipídico, glicídico e da pressão arterial de cerca de 75 mil adolescentes brasileiros. Objetivo: Descrever o instrumento desenvolvido para coleta de dados de recordatório alimentar de 24 horas (REC24h) no ERICA e relatar os resultados obtidos no estudo piloto. Métodos: Pa...

  11. Avaliação da concentração de fluoretos presente nas águas engarrafadas e produtos alimentares infantis em Portugal

    OpenAIRE

    Noronha, Ana Catarina Silva Cabral

    2012-01-01

    Tese de mestrado, Medicina Dentária, Universidade de Lisboa, Faculdade de Medicina Dentária, 2012 Tem sido amplamente descrito na literatura o impacto da ingestão de flúor no aparecimento da fluorose dentária. De igual forma, as estatísticas demonstram um aumento da prevalência de fluorose contrariamente à diminuição da cárie dentária. Avaliaram-se as concentrações de flúor presentes nas águas engarrafadas com e sem gás e nos produtos alimentares infantis comercializados em Portugal, com o...

  12. Marketing “verde": conceptualização teórica e abordagem da distribuição moderna retalhista alimentar em Portugal

    OpenAIRE

    Silveira, Paulo Duarte

    2001-01-01

    Com o presente artigo pretendemos, fundamentalmente, abordar e desenvolver a relação entre marketing empresarial e ambiente, com especial realce para o sector da Distribuição Moderna Retalhista de produtos de base alimentar e genérica em Portugal. Para tal, iremos fazer uma conceptualização teórica sobre marketing “verde” e resumir e descrever os resultados que encontrámos no âmbito de um estudo empírico sobre a influência actual das questões ambientais nas actividades de marketing das empres...

  13. Efeito de um complexo homeopático"Homeobase Convert H®" em ovinos sob condições de restrição alimentar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Carlos Chabel

    2009-10-01

    Full Text Available Avaliou-se o efeito de um complexo homeopático em ovinos distribuídos em quatro grupos: sem homeopatia e com restrição alimentar (A1B2; com homeopatia e com restrição alimentar (A2B2; com homeopatia e sem restrição alimentar (A2B1 e sem homeopatia e sem restrição alimentar (A1B1. Com 30 dias de restrição alimentar o grupo A2B2 apresentou nível sérico de cortisol semelhante (p>0,05 aos dos grupos A2B1 e A1B1, o que se observou no grupo A1B2 somente com 75 dias. Aos 15 dias após primovacinação todos os grupos possuíam anticorpos acima do nível mínimo de proteção de 0,5UI/mL. As concentrações médias de anticorpos atingiram níveis abaixo do mínimo de proteção aos 30 dias em alguns animais de todos os grupos e, somente o grupo A2B2 manteve a média acima deste nível durante os 90 dias de avaliação. O indicativo de diferença (p=0,054 entre a média da titulação de anticorpos do grupo A2B2 e os demais grupos, seis dias pós-vacinação, sugere que a proteção neste grupo ocorreu em menor tempo do que nos demais grupos. Os modelos de regressão estimam concentrações séricas de anticorpos maiores para os grupos A2B1 e A2B2, em relação aos grupos A1B2 e A1B1, obtendo-se, aos 15; 30 e 45 dias pós-vacinação, indicativos de diferenças entre as suas médias (p=0,067; p=0,091 e p<0,05 respectivamente. Conclui-se que complexo homeopático, ministrado a ovinos sob restrição alimentar, possui efeito sobre o estresse, reduzindo a concentração sérica de cortisol e promovendo uma maior concentração sérica de anticorpos.

  14. HIPERSENSIBILIDADE ALIMENTAR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    AURELUCE DEMONTE

    2007-01-01

    Full Text Available Uma grande multiplicidade de fatores caracteriza o tópico hipersensibilidade alimentar. Pela análise da literatura compilada fatores nutricionais, imunológicos e estereoquímicos interagem no quadro clínico de reações adversas, que incluem o envolvimento cutâneo (urticária, exantema, gastrointestinal (náuseas, vômitos, diarréia e respiratório (broncoespasmo, rinite. Estudos da capacidade imunogênica de preparações protéicas, química de proteínas e vias de administração para suporte nutricional devem ser incentivados, para que possa haver resoluções clínicas efetivas para alergias alimentares.

  15. O que é comportamento de risco para transtornos alimentares em adolescentes? What is adolescents' eating disorder risk behavior?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Greisse Viero da Silva Leal

    2013-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Caracterizar comportamento de risco para transtornos alimentares (TA e sua frequência entre adolescentes em uma revisão da literatura nacional e internacional. MÉTODOS: Foi realizada uma busca bibliográfica por meio de uma revisão integrativa nas bases de dados PubMed (US National Library of Medicinee Lilacs e no portal SciELO,utilizando-se os descritores relacionados à "eating disorder risk behavior". Foram selecionados artigos publicados nos últimos 10 anos, nos idiomas português, espanhol e inglês, e especificamente com adolescentes. Foram avaliados 76 artigos e analisados a nomenclatura e os instrumentos utilizados para avaliar comportamento de risco para TA e sua prevalência. RESULTADOS: Encontrou-se uma série de termos para avaliar risco para TA. A metodologia mais utilizada foi a de questionários e escalas, destacando-se o EAT-26 ou 40 e o BITE, dentre os mais frequentes; a prevalência de risco variou de 0,24% a 58,4%. CONCLUSÃO: Diferentes nomenclaturas e instrumentos são utilizados para avaliar comportamento de risco para TA entre adolescentes, com grande amplitude nos resultados de prevalência. Maior padronização de termos e metodologia de avaliação permitiriam melhor comparação entre estudos epidemiológicos em diferentes localidades.OBJECTIVE: To characterize eating disorder (ED risk behavior and its prevalence among adolescents in a review of national and international literature. METHODS: We carried out an integrative review on PubMed (U.S. National Library of Medicine, Lilacs and SciELO, using descriptors related to "eating disorder risk behavior". Articles published in the last 10 years, in Portuguese, Spanish and English, and specifically with adolescents were selected. The nomenclature and instruments used to assess eating disorder risk behaviors and its frequency were evaluated and analyzed in 76 articles. RESULTS: Several terms to assess ED risk behavior were found; questionnaires and scales

  16. Consumo de alcohol en trabajadores de una industria en Monterrey, México Consumo de álcool em trabalhadores de uma indústria em Monterrey, México Alcohol consumption among industrial workers in Monterrey , Mexico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Teresita de Jesús Campa Magallón

    2005-10-01

    Full Text Available El objectivo fue describir el consumo de alcohol en 129 trabajadores de una industria. La recolección de datos se realizó a través de los cuestionarios AUDIT y CECA. El mayor consumo fue en operarios masculinos con 31 años de edad, 9,8 años de escolaridad, 5 años de antigüedad laboral, casados, con consumo de 3 a 4 bebidas por ocasión (38,5%. Un consumo de 6 copas o más al mês se presentó en 32,7% de los operarios. La frecuencia de consumo mensual fue de 2 o 4 veces. 46,5% fueron considerados dependientes. Ocurrieron daños en 55% de los operarios y empleados. Los empleados refirieron consumo de alcohol en reuniones sociales con compañeros (63,6%. Los consecuencies del consumo fueron: cansancio físico (44,2%, problemas físicos (29,5%, disminución de rendimiento laboral (29,5% y la disminución de reflejos (21,7%. Delante del mayor consumo de alcohol, los trabajdores perciben menores consecuencias respecto a este consumo. Los que refirieron el no consumo se encontraban en la etapa de precontemplación.O objetivo foi descrever o consumo de álcool entre 129 trabalhadores de uma indústria. A coleta de dados foi realizada a través dos instrumentos AUDIT e CECA. A maior porcentagem de consumo foi em operários masculinos de 31 anos, escolaridade de 9,8 anos, tempo de trabalho 5 anos, casados. Identificou-se um consumo de 3 a 4 bebidas por ocasião (38,5%. Obteve-se o consumo de 6 copos ou mais por mês em 32,7% dos operários. A freqüência de consumo mensal foi de 2 ou 4 vezes, a dependência correspondeu a 46,5% e a ocorrência de danos a 55% dos operários e empregados. Os trabalhadores informaram consumo de álcool em encontros sociais com amigos (63,6%. As conseqüências desse consumo foram: cansaço físico (44,2%, problemas físicos (29,5%, diminuição do rendimento de trabalho (29,5% e diminuição de reflexos (21,7%. Diante de um maior consumo de álcool, os trabalhadores percebem menores conseqüências em relação a

  17. Análise de interações medicamentosas e alimentares em pacientes com AIDS em uso da TARV associada à terapia de resgate

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Antônia Cruz Furini

    2016-07-01

    Full Text Available A combinação de antirretrovirais da terapia de resgate na Síndrome da Imunodeficiência Adquirida aumenta os riscos de interações medicamentosas e alimentares. Este estudo teve como objetivo analisar o risco de interações medicamentosas e alimentares no uso da terapia antirretroviral com medicamentos do resgate por 40 pacientes com AIDS de um Hospital quaternário da região Noroeste paulista. Trata-se de um estudo exploratório-descritivo de abordagem quantitativa e qualitativa, realizado no período entre2012 e 2013. Os pacientes foram entrevistados através de questionário elaborado pela equipe multidisciplinar de saúde. As entrevistas foram realizadas pela equipe de farmacêuticos. As interações foram avaliadas por bases de dados informatizados. O esquema composto por darunavir, enfuvirtida, lamivudina, raltegravir e ritonavir foi o mais utilizado (32,5% pelos pacientes. Os antirretrovirais que mais apresentaram risco de interações alimentares foram ritonavir, darunavir e tenofovir, em 31 (77,5%, 29 (72,5% e 21 (52,5% pacientes, respectivamente. Foram identificados 87 tipos de potenciais interações medicamentosas, e sete foram classificadas como de nível maior. Neste estudo todas as prescrições apresentaram riscos para interações medicamentosas e demonstraram a importância do monitoramento pela equipe multidisciplinar. Contudo, a maioria das interações medicamentosas foi benéfica, decorrentes da potencialização do efeito terapêutico em consequência do sinergismo entre os fármacos da terapia antirretroviral. A interação entre farmacêuticos e prescritores pode contribuir para a farmacoterapia racional e segura do paciente.Palavras-chave: Síndrome de Imunodeficiência Adquirida. HIV. Antirretrovirais. Interações de Medicamentos. Interações Alimento-Droga. ABSTRACTAnalysis of drug and food interactions in AIDS patients in use of ART associated with rescue therapyThe combination of antiretroviral agents of

  18. Detecção de Salmonella spp. em alimentos e manipuladores envolvidos em um surto de infecção alimentar.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    L. D. S. Teixeira

    2005-03-01

    Full Text Available RESUMO: O estudo relata a ocorrência de um surto de infecção alimentar veiculado por uma refeição preparada e servida a funcionários de um hospital em Salvador- Ba, em outubro de 1997. Nesta refeição foram servidos: carne de sol, bolinho de peixe, arroz, feijão, aipim “sauté”, melancia e suco de maracujá. Foi realizado inquérito epidemiológico com a participação de 53 pessoas, sendo que destas, 47 apresentaram um quadro severo da doença. O período médio de incubação foi de 26 horas. As pesquisas laboratoriais para a identificação dos possíveis alimentos e microrganismos envolvidos no episódio e os resultados das análises revelaram a presença de Salmonella spp. nas amostras de feijão e aipim “sauté”. Através de coproculturas realizadas com amostras dos manipuladores, foi verificada a presença de microrganismos do gênero Salmonella, sendo quatro de Salmonella typhi, cinco S. enteritidis e uma de Salmonella spp. A análise do inquérito epidemiológico associado às pesquisas laboratoriais foi de grande importância para se identificar o alimento e microrganismos implicados. PALAVRAS CHAVE: Salmonella spp. ; toxinfecção alimentar; surto; higiene alimentar. SUMMARY: This study about Salmonella outbreak was realized in Salvador-Ba. Fifty three persons were involved, of which fourty seven showed severe symptons, that were developed in average of twenty six hours from the time of ingeston of food. The laboratories procedures to find out the microorganism and the food involved in this outbreak were done. The datas showed the presence of Salmonella spp in the samples of “sauté” manioca and beans. The coproculture of the food handlers was done and was verified the presence of Salmonella typhi in four of then, S. Enteritidis in five samples and Salmonella spp in only one. The analysis of the laboratorial researches

  19. Transtorno do comportamento alimentar em atletas de elite de nado sincronizado Eating disorders in elite synchronized swimmers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Talita Adão Perini

    2009-02-01

    Full Text Available OBJETIVOS: O objetivo do presente estudo foi identificar a presença de transtorno do comportamento alimentar (TCA ou síndromes precursoras e o grau de distorção da imagem corporal em atletas de elite de nado sincronizado. Essa modalidade é considerada de risco para desenvolvimento de TCA por valorizar, além de outros aspectos, a leveza e beleza de movimentos que, de certa forma, estão associados a baixa massa corporal. MÉTODOS: Foram avaliadas 27 atletas de nado sincronizado, sendo 19 da categoria juniores (15,6 ± 0,8 anos e oito da categoria de seniores (19,0 ± 1,3 anos que compunham a seleção brasileira na época do estudo (2000. Um grupo de 32 adolescentes não-atletas (15,0 ± 1,6 anos foi usado para comparação com as atletas. Os procedimentos metodológicos adotados foram: aplicação de três instrumentos de auto-relato, validados. 1 EAT-26 - presença de comportamentos alimentares inadequados; 2 BITE - presença de atitudes sugestivas de bulimia nervosa; e 3 BSQ - insatisfação da auto-imagem corporal. RESULTADOS: Embora tanto o grupo de atletas, quanto o de não-atletas tenham apresentado parâmetros antropométricos compatíveis com padrões saudáveis para a idade e sexo, os resultados evidenciam a presença de insatisfação com a auto-imagem corporal e a adoção de práticas patológicas de controle da massa corporal, sobretudo entre atletas da categoria juniores e entre as adolescentes não-atletas. CONCLUSÕES: Os resultados encontrados no presente estudo retratam uma tendência mundial de preocupação com a aparência entre adolescentes capaz de levá-las à adoção de condutas não-saudáveis.OBJECTIVES: The aim of the present study was to identify the Eating Behavior Disorder (EBD or precursory syndromes and the level of distortion of the body image of elite synchronized swimming athletes. This sport modality is considered of risk for development of eating disorders for valuing, among other aspects, the

  20. PORCIONAMENTO E CONSUMO DE SALADAS POR MULHERES COM DIETA GERAL EM UNIDADE DE INTERNAÇÃO HOSPITALAR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patricia Viganó CONTRI

    2010-09-01

    Full Text Available

    Avaliar o porcionamento e o consumo de saladas em mulheres com prescrição de dieta geral em uma unidade de internação hospitalar. Durante 3 dias foi avaliado o consumo de saladas de 38, 36 e 40 mulheres, respectivamente. A quantidade consumida foi calculada pela diferença entre o total ofertado e os restos dos pratos das pacientes avaliadas. A variação do porcionamento foi caracterizada e comparada com a porção padrão da instituição (30g. No terceiro dia, foi aplicado um questionário estruturado em 27 pacientes, a fi m de descrever hábito de consumir salada e satisfação em relação à quantidade e aos aspectos sensoriais, por uma escala de avaliação subjetiva de Likert, avaliada por análise de correspondência. O consumo médio variou de 75 a 88% do total oferecido. Houve variação do porcionamento médio em relação ao padrão nos três dias, com oferta de -47,4% em um dia e +33,1% em outro. O consumo diário de saladas foi relatado por 92% das mulheres, sustentado pela ingestão intra-hospitalar e evidenciado pela aceitação total da porção oferecida por 81% delas. Em relação à satisfação, a quantidade de salada oferecida foi o item que teve maior grau de insatisfação (“ruim”; variedade e sabor tiveram satisfação regular; e temperatura, consistência e aspecto visual apresentaram maior grau de satisfação (“bom”. Houve variação no porcionamento entre os dias e consumo total da porção pela maioria das mulheres. A quantidade padronizada de saladas para a dieta geral foi considerada baixa, de acordo com a avaliação da satisfação das participantes do estudo.

  1. Fatores associados a sintomas de transtornos alimentares entre escolares da rede pública da cidade do Salvador, Bahia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thaisy Cristina Honorato Santos Alves

    2012-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar prevalência e fatores associados aos sintomas de transtornos alimentares entre escolares. MÉTODOS: Estudo transversal envolvendo 365 escolares, de 7 a 14 anos de idade, do ensino fundamental de Salvador/BA. Aplicou-se nos escolares 13 anos de idade, o Teste de Atitudes Alimentares-26, o Teste de Investigação Bulímica de Edinburgh e o Teste de Imagem Corporal. O Child Behavior Checklist foi aplicado para todos os escolares. Coletaram-se dados antropométricos e alimentares, sobre estilo de vida, demográficos, socioeconômicos e puberais. Na análise estatística utilizou-se regressão de Poisson. RESULTADOS: Sintomas de transtornos alimentares estavam presentes em 23% dos escolares. Idade (RP: 1,25; IC95%: 1,11-1,40, insatisfação com imagem corporal (RP: 4,23; IC95%: 2,53-7,08, problema de comportamento de internalização (RP: 1,78; IC95%: 1,11-2,85, substituição das refeições por consumo de balas (RP: 2,14; IC95%: 1,24-3,69, maior consumo de frutas e outros vegetais (RP: 2,49; IC95%: 1,55-3,99 e escolaridade materna de 5ª a 8ª série (RP: 1,95; IC95%: 1,06-3,58 associaram-se ao aumento da ocorrência dos sintomas de transtornos alimentares. CONCLUSÃO: Observou-se alta prevalência de sintomas de transtornos alimentares entre os escolares; fatores sociodemográficos e comportamentais estavam associados ao evento.

  2. Estado nutricional e consumo alimentar de adolescentes da rede pública de ensino da cidade de São Mateus do Sul, Paraná, Brasil The nutritional status and dietary intake of adolescents in public schools in the city of São Mateus do Sul, in the State of Paraná, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Labronici Bertin

    2008-12-01

    Full Text Available OBJETIVOS: caracterizar o estado nutricional e consumo alimentar de adolescentes da rede pública de ensino de São Mateus do Sul, Paraná, Brasil. MÉTODOS: o Índice de Massa Corporal foi calculado e classificado pela proposta da Organização Mundial da Saúde. O consumo alimentar foi obtido pelo Questionário de Freqüência de Consumo Alimentar. Foi utilizada análise descritiva, de freqüência e teste t de Student com pOBJECTIVES: to characterize the nutritional status and dietary intake of adolescents attending public schools in the city of São Mateus do Sul, in the State of Paraná, Brazil. METHODS: the Body Mass Index was calculated and classified as proposed by the World Health Organization. Dietary intake was calculated using the Survey of Consumer Food Frequency. Analysis was carried out using descriptive and frequency analysis, and Student's t test with p<0.05. RESULTS: most individuals presented a normal nutritional status (84% being eutrophic, 12% overweight/obese and 4% underweight. The diet was characterized by adequate energy intake, with a distribution of nutrients in accordance with recommendations and higher in boys than in girls. Ninety percent of the adolescents had an excessive intake of fatty acids. There was adequate intake of vitamin C (287 mg and 328 mg for boys and girls respectively and iron (27 and 21 mg respectively. The consumption of iron differed significantly between the genders (t=3.765; p<0.001. CONCLUSIONS: the abnormalities found in dietary intake demonstrate the need for better understanding and evaluation of the type of food offered to students, as a way of developing strategies for intervention both within and outside of schools, and of helping prevent health problems related to nutrition.

  3. Hábitos alimentares aterogênicos de grupos populacionais em área metropolitana da região sudeste do Brasil Atherogenic alimentary habits of population groups in a metropolitan area of southeastern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ignez Salas Martins

    1994-10-01

    Full Text Available Em amostra representativa da população de duas áreas de estudo (568 indivíduos, Município de Cotia, SP, Brasil, foi realizado inquérito alimentar, baseado na história alimentar do indivíduo. Os objetivos foram: identificar o potencial aterogênico de dietas de diferentes agrupamentos humanos, estratificados em classes sociais e analisar diferenciais de consumo de alguns nutrientes, que conferem aterogenicidade à dieta entre esses agrupamentos. Foram analisados diferenciais de consumo, entre homens e mulheres, segundo classes sociais e tomando-se como referência o percentil 50 (P50 da amostra, dos seguintes constituintes da dieta: energia, proteínas totais, proteínas de origem animal, percentagem de calorias protéicas (P%, ácidos graxos, gorduras, carboidratos. Seguindo esse critério, foram analisados perfis de dieta em relação às recomendações do National Cholesterol Education Program (NEP no que diz respeito às calorias fornecidas pelas gorduras (G >30%, ac. graxos saturados (AGS> 10%, carboidratos (HC>60% e colesterol (>300mg/dia. Os resultados mostraram que os diferenciais de consumo foram mais pronunciados entre os homens do que entre as mulheres. As classes sociais, entre os homens, que apresentaram maiores percentuais acima do P50 da amostra, no que diz respeito à energia , proteínas totais, gorduras e carboidratos, foram as representadas pelos trabalhadores não qualificados, que se dedicam a trabalhos braçais com alto consumo energético e a dos pequenos proprietários e comerciantes. A classe de maior poder aquisitivo e nível educacional apresentou consumo moderado desses constituintes. O consumo de proteínas de origem animal, acima do P50, entre homens e mulheres, guardou relação direta com o nível socioeconômico da classe . A participação calórica das gorduras (G% e proteínas (P% foi diretamente proporcional ao poder aquisitivo da classe, ao passo que a dos carboidratos (HC% guardou relação inversa

  4. Produção orgânica: predileção de consumo e potencialidades do seguimento em Fortaleza – CE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    C. S. P. Oliveira

    2015-12-01

    Full Text Available Este trabalho objetivou investigar o perfil de consumidores de produtos orgânicos, bem como sua forma de aquisição e quais as preferências que influenciam no momento de decidir sobre a compra. O presente estudo foi desenvolvido durante a VIII FECEAF – Feira Cearense da Agricultura Familiar – em Fortaleza, Ceará, durante julho de 2015, totalizando 100 sujeitos amostrais. Foram respondidas questões objetivas referentes ao perfil do consumidor, onde os indivíduos do sexo feminino (51%, à faixa etária entre 21 a 30 (39% e o ensino médio (48% desse público obtiveram maior representatividade. Observou-se ainda o pouco conhecimento acerca dos produtos orgânicos entre os entrevistados (61%, tendo a televisão como principal fonte de informação a respeito do tema (34%. No que diz respeito aos hábitos de consumo e a forma de aquisição desse tipo de produto, 54% dos respondentes o escolhem por apresentar uma melhor qualidade quando comparados aos convencionais, 43% o consomem todos os dias e 41% costumam adquiri-los em supermercados. Já o hábito familiar de consumo obteve um percentual expressivo (87%, em que todos os integrantes da família fazem uso do consumo de produtos orgânicos. Quanto à atratividade, 53% relatam que a ausência de agrotóxicos tornam os produtos orgânicos mais atrativos. Entre os orgânicos mais consumidos, as frutas (53% e as hortaliças (29% obtiveram maior destaque. Nesse sentido concluímos com o trabalho que os hábitos alimentares das famílias tem se tornado cada vez mais saudáveis, dando espaço ao crescimento do comércio do produto orgânico, fortalecendo o mercado incentivando a produção. Organic production: consumer preference and potential tracking in Fortaleza – CEAbstract: This study aimed to investigate the profile of consumers of organic products as well as their way of acquisition and which preferences that influence when deciding on the purchase. This study was developed during the

  5. Modelo de influência cultural no consumo: uma proposta baseada em axiomas sociais.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Solange Alfinito

    2012-10-01

    Full Text Available Escassos são os esforços no Brasil para investigar as relações entre o comportamento do consumidor e seus valores e suas crenças sociais (isto é, axiomas, embora existam evidências de que, também no país, os valores do consumidor explicam parte do processo de decisão de consumo, o que ajuda a sustentar a validade cultural do modelo das duas rotas (MDR. O objetivo do presente estudo foi avaliar a influência de aspectos culturais na decisão de compra do consumidor, indo além do MDR e propondo o modelo de influência cultural no consumo (Micc, que analisa a escolha do consumidor baseando-se não apenas nos valores, como também no construto de axiomas sociais proposto por Leung et al. (2002. Para testar o Micc, foi usado como objeto de estudo o mercado de educação superior brasileiro. Participaram 2.483 estudantes distribuídos em todo o país, com idade média de 22,6 anos (DP = 6,9, sendo 59,2% do sexo feminino. Eles responderam a uma medida de importância de atributos tangíveis, ao inventário de valores humanos de Schwartz (1994, à escala de axiomas sociais, à escala de julgamento e significado de serviços, além de dados demográficos. Após a verificação dos pressupostos e aplicação das análises fatoriais (PAF, foram conduzidas regressões logísticas binárias diretas e sequenciais usando somente valores, em seguida somente axiomas e depois, finalmente, valores e axiomas, como as variáveis-critério. Em termos gerais, os resultados apontam a estabilidade do Micc, que demonstrou representar uma alternativa superior ao MDR, após indicar melhoria preditiva de até 89,5%. Discute-se que, enquanto valores são transituacionais e prescritivos, axiomas apresentam-se descritivos, além de cumprirem funções de atitudes relacionadas às descrições de objetos. Cognitivamente, a descrição do objeto social estaria mais disponível que a predição deste devido à maior proximidade dos atributos, possibilitando melhor

  6. Significados e apropriações da noção de segurança alimentar e nutricional pelo segmento da sociedade civil do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional

    OpenAIRE

    Costa,Christiane Araújo; Bógus,Cláudia Maria

    2012-01-01

    Diante do quadro de grandes transformações das duas últimas décadas e suas repercussões nos padrões de produção e consumo de alimentos, fortalece-se no Brasil a temática da Segurança Alimentar e Nutricional (SAN), fazendo referência às questões alimentares que dizem respeito ao conjunto da população, e não apenas aos segmentos mais vulneráveis. A importância da sociedade civil tem sido evidenciada pela realização de significativas experiências de SAN em seu próprio campo, como também em parce...

  7. Segurança/insegurança alimentar em famílias urbanas e rurais no estado do Amazonas: I. validação de metodologia e de instrumento de coleta de informação Nutritional security/insecurity in urban and rural families of Amazonas state: validation of methodology and of information collecting instrument

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lúcia K. O. Yuyama

    2007-06-01

    Full Text Available O presente estudo validou a metodologia e o instrumento de coleta de informação para análise da segurança/insegurança alimentar, em famílias urbanas e rurais no estado do Amazonas conforme o proposto pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos. Valendo-se de amostra intencional de domicílios, selecionadas para representar estratos sociais diferentes foram computadas 194 famílias sendo 174 com crianças na área urbana de Manaus, envolvendo os seguintes bairros: Jesus me Deu, Novo Israel, Cidade Nova, Coroado e Conjunto Petro. Na área rural foram entrevistadas 209 famílias ribeirinhas e destas 131 com crianças, distribuídas entre os Municípios de Iranduba e Manacapuru. A validação final do questionário (Consistência interna global deu-se por meio da comparação dos níveis de segurança e insegurança alimentar, com os estratos definidos dos indicadores sociais e de consumo. Pode-se concluir que os grupos com maior insegurança alimentar foram os situados em estratos sociais mais baixos e de baixo consumo de alimentos sensíveis a estas condições. O instrumento de coleta apresentou alta validade e consistência interna.The present study validates the methodology and the information collecting instrument for analysis of nutritional security/insecurity on the urban and rural family level, proposed by the USDA (United States Department of Agriculture. An intentional sample of domiciles was selected to represent different social strata, 194 families were enrolled in urban Manaus, of which 174 had children, in the following neighborhoods: Jesus me Deu, Nova Israel, Cidade Nova, Coroado and Conj. Petro. In the rural area between the municipalities of Iranduba and Manacapuru, 209 riparian families were interviewed, and of these 131 had children. The final validation of the questionnaire (global internal consistency was made by comparing, the levels of nutritional security/insecurity, with the defined social strata and

  8. Fatores associados ao comportamento alimentar inadequado em adolescentes escolares Factors associated with inappropriate eating behavior in adolescent students

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo de Sousa Fortes

    2013-01-01

    Full Text Available CONTEXTO: Evidências demonstram que a prevalência do comportamento alimentar inadequado (CAI entre jovens tem aumentado nos últimos anos. Parece que a insatisfação corporal (IC, a prática excessiva de exercício físico, a composição corporal, o nível econômico (NE, além da etnia, podem ser fatores de risco para o CAI. OBJETIVO: Associar IC, grau de comprometimento psicológico ao exercício (GCPE, adiposidade corporal (AC, estado nutricional (EN, NE e etnia ao CAI em adolescentes. MÉTODOS: Participaram 362 jovens de ambos os sexos com idades entre 10 e 19 anos. Utilizou-se o Eating Attitudes Test para avaliar o CAI. O Body Shape Questionnaire e a Commitment Exercise Scale foram utilizados para mensurar IC e GCPE, respectivamente. Aferiram-se dobras cutâneas para classificar a AC segundo sexo. Peso e estatura foram aferidos para calcular-se o índice de massa corporal (IMC e classificar o EN. O NE foi avaliado pelo Critério de Classificação Econômica Brasil. Aplicou-se questionário que buscava avaliar etnia, idade e sexo. RESULTADOS: Os resultados evidenciaram associação do CAI com IC, GCPE e NE no sexo feminino (p BACKGROUND: Evidence shows that the prevalence of inappropriate eating behavior (CAI among young people has increased in recent years. It seems that body dissatisfaction (IC, the practice of excessive exercise, body composition, the socioeconomic status (NE, and ethnicity may be risk factors for CAI. OBJECTIVE: To associate IC, degree of psychological impairment to exercise (GCPE, adiposity (AC, nutritional status (EN, NE and ethnicity with CAI in adolescents. METHODS: Participants 362 young people of both sexes aged between 10 and 19 years. We used the Eating Attitudes Test to assess the CAI. The Body Shape Exercise Questionnaire and Commitment Exercise Scale were used to measure IC and GCPE, respectively. We evaluated skinfold thickness is to classify the AC second sex. Weight and height were measured to

  9. Tratamento nutricional dos transtornos alimentares Nutritional treatment of eating disorders

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andréa Romero Latterza

    2004-01-01

    Full Text Available Pacientes com transtornos alimentares possuem inadequações profundas no consumo, padrão e comportamento alimentar, além de diversas crenças equivocadas sobre alimentação, o que geralmente acarreta piora do estado nutricional. O tratamento nutricional visa a reverter tais alterações e promover hábitos alimentares saudáveis e melhor relação para com o alimento. Os objetivos e características do tratamento diferem para a anorexia nervosa e a bulimia nervosa, contudo, usualmente, a abordagem é dividida em duas fases: a educacional, cujas principais metas são a regularização do hábito alimentar e o aumento do conhecimento nutricional, e a experimental, que visa a propiciar maior reabilitação nutricional e mudanças mais profundas no comportamento alimentar. As evidências existentes sugerem que o tratamento nutricional promove a melhora de tais parâmetros, porém, alguns comportamentos alimentares, como a sensação de incompetência ao lidar com os alimentos, permanecem. Desta forma, mais estudos são necessários para que se possa de fato avaliar a eficácia da abordagem nutricional.Patients with eating disorders have disturbed food intake, food pattern, food behavior, and mistaken beliefs about food and nutrition, which can worsen nutritional status. The nutritional treatment aims to revert such alterations and to promote better food habits and relationship with food. The objectives and characteristics of the treatment are different for anorexia nervosa and bulimia nervosa, but usually the approach has two phases: the educational phase, whose major goals are regularization of food habits and increase of nutrition knowledge; and the experimental phase, whose targets are better nutritional rehabilitation and more complex improvements of nutritional behavior. Evidence suggests that nutritional treatment can ameliorate such parameters, but some inadequate food behaviors remain, such as feeling of incompetence while dealing with

  10. Efeito da restrição alimentar inicial e da temperatura ambiente sobre o desenvolvimento de vísceras e ganho compensatório em frangos de corte Effect of early quantitative feed restriction and environmental temperature on viscera growth and compensatory gain of broiler chickens

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    R.L. Furlan

    2001-08-01

    Full Text Available O presente trabalho teve como objetivo estudar o efeito da restrição alimentar quantitativa inicial e da temperatura ambiente sobre o desenvolvimento de vísceras e ganho compensatório em frangos de corte. Foram utilizados 540 frangos machos, em um delineamento inteiramente ao acaso, segundo esquema fatorial 2 x 3, com os fatores programa alimentar (ad libitum e restrito do 7° ao 14° dia de idade e temperatura ambiente (quente, termoneutra e fria. A restrição alimentar não afetou o peso relativo do fígado e do coração, mas reduziu significativamente o peso e o comprimento dos intestinos ao final do período de restrição (14 dias de idade. Não foi observado efeito significativo da restrição alimentar sobre o desenvolvimento das vísceras estudadas aos 42 dias de idade. Peso vivo, ganho de peso e consumo de ração dos frangos com restrição alimentar foram significativamente menores aos 28 dias de idade, porém não foram observadas diferenças entre essas variáveis aos 42 dias de idade, demonstrando ganho compensatório durante o período de realimentação. O peso relativo das vísceras não foi afetado pela temperatura de criação aos 42 dias de idade, exceto o coração. Consumo de ração, ganho de peso e peso vivo aos 42 dias de idade foram significativamente menores nas aves mantidas em altas temperaturas.The aim of this investigation was to evaluate the effect of feed restriction and environmental temperature on viscera development and compensatory gain of broiler chickens. Five hundred and forty male chickens were used, in a completely randomized design in a factorial arrangement 2×3 (two feeding programs - ad libitum and feed restriction from 7 to 14 days and three environmental temperatures - hot, thermoneutral and cold, Feed restriction did not affect the liver and heart relative weight, but significantly decreased intestine weight and length by the end of restriction period (14 days of age. No significant

  11. Consumo de frutas e hortaliças por adultos em Ribeirão Preto, SP Consumo de frutas y hortalizas por adultos en Ribeirao Preto, Sureste de Brasil Fruit and vegetable intake by adults in Ribeirão Preto, Southeastern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lenise Mondini

    2010-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o consumo de frutas e hortaliças por adultos e identificar variáveis sociodemográficas e de estilo de vida associadas ao consumo desses alimentos. MÉTODOS: Estudo transversal, de base populacional, realizado na área urbana de Ribeirão Preto, SP, em 2006, com amostra selecionada por conglomerados, em três estágios, tendo como unidade primária o setor censitário. A amostra foi composta por 930 participantes com 30 anos e mais; na análise de dados levou-se em consideração o efeito de desenho. O consumo de frutas e hortaliças baseou-se em questionário de freqüência semiquantitativo, utilizando-se como indicadores os escores médios de freqüência de consumo de frutas e hortaliças, consumo diário e consumo mínimo desses alimentos. As variáveis independentes analisadas foram: faixa etária, estado marital, escolaridade, renda familiar per capita, estado nutricional, tabagismo e atividade física. Médias dos escores de freqüência de consumo foram estimadas por pontos e por intervalos com 95% de confiança. Para o estudo de associação, razões de prevalências foram estimadas por pontos e por intervalos com 95% de confiança, utilizando-se regressão de Poisson. Testes de tendência linear foram aplicados, adotando-se nível de significância de 5%. RESULTADOS: Apenas 24% dos homens e 38% das mulheres atenderam à recomendação mínima do consumo de frutas e hortaliças; observou-se associação positiva com a idade e renda per capita. Mulheres com maior escolaridade e homens que viviam com a companheira consumiam mais frutas e hortaliças que os demais. Atividade física, tabagismo e estado nutricional não apresentaram associação com o consumo mínimo recomendado de frutas e hortaliças. CONCLUSÕES: Fatores socioeconômicos têm importante influência sobre o consumo de frutas e hortaliças e, por serem passíveis de intervenção, podem contribuir para a adoção de hábitos alimentares saud

  12. Insegurança alimentar e excesso de peso em escolares do primeiro ano do Ensino Fundamental da rede municipal de São Leopoldo, Rio Grande do Sul, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Keli Vicenzi

    2015-05-01

    Full Text Available Estudo transversal, de base escolar, realizado em São Leopoldo, Rio Grande do Sul, Brasil, com o objetivo de avaliar a associação entre insegurança alimentar e excesso de peso em escolares do 1º ano do Ensino Fundamental das escolas municipais. Dois mil, trezentos e sessenta e nove escolares foram convidados a participar, 847 foram investigados e destes, 782 tinham dados de peso e altura. Os dados foram obtidos com as mães/responsáveis. Insegurança alimentar foi medida com a Escala Brasileira de Insegurança Alimentar (EBIA. Peso e altura foram obtidos com o Serviço de Nutrição da Secretaria Municipal de Educação. As prevalências de excesso de peso e insegurança alimentar foram, respectivamente, 38,1% e 45,1%. Após ajuste para fatores de confusão, escolares com insegurança alimentar apresentaram probabilidade 22% menor de ter excesso de peso quando comparados com aqueles sem insegurança alimentar. Este estudo identificou elevadas prevalências de insegurança alimentar e excesso de peso, com associação inversa entre estas variáveis. Por um lado, esses resultados revelam a complexidade dessa relação, o que exige mais estudos para compreendê-la, e, por outro, mostra a necessidade de políticas públicas robustas para enfrentar essas condições.

  13. Fatores associados ao consumo regular de refrigerante não dietético em adultos de Pelotas, RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Airton José Rombaldi

    2011-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar fatores associados ao consumo regular de refrigerantes não dietéticos por adultos. MÉTODOS: Estudo transversal de base populacional com 972 adultos (20 a 69 anos do município de Pelotas, RS, realizado em 2006. A freqüência de consumo nos 12 meses anteriores à pesquisa foi medida por meio da pergunta: "em geral desde o do ano passado, quantas vezes tu tomaste refrigerante não dietético?". As respostas categorizadas foram dicotomizadas para fins de análise. Foi considerado consumo regular de refrigerante não dietético a freqüência de cinco ou mais vezes por semana. A associação entre o desfecho e variáveis demográficas, socioeconômicas, comportamentais e nutricionais foi analisada pelo teste qui-quadrado para heterogeneidade e tendência linear e a análise multivariável foi realizada por meio de regressão de Poisson, com variância robusta. RESULTADOS: Cerca de um quinto da população adulta de Pelotas (20,4% ingeria regularmente refrigerante não dietético. Indivíduos do sexo masculino (RP 1,50; IC95%: 1,20;2,00, fumantes atuais (RP 1,60; IC95%: 1,20;2,10 e que consumiam semanalmente lanches (RP 2,10; IC95%: 1,60;2,70 apresentaram maior prevalência de consumo de refrigerantes não dietéticos na análise ajustada. A análise estratificada por sexo mostrou que o consumo regular de frutas, legumes e verduras foi fator protetor ao consumo de refrigerantes entre mulheres (RP 0,50; IC95%: 0,30;0,90. CONCLUSÕES: A freqüência do consumo regular de refrigerantes não dietéticos na população adulta foi elevada, particularmente entre homens, jovens e fumantes.

  14. Lesões parasitárias encontradas em bovinos abatidos para consumo humano

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bianca Tessele

    2013-07-01

    Full Text Available Durante um período de 28 meses (janeiro 2011-abril 2013 foram feitas visitas periódicas a quarto abatedouros frigoríficos de bovinos para colher lesões regularmente encontradas em bovinos abatidos para consumo humano. Trezentas e três lesões foram colhidas, 25% das quais eram causadas por seis parasitas diferentes: o metacestoide de Echinocccus granulosus (cisto hidático, Fasciola hepatica, o metacestoide de Taenia saginata (Cysticercus bovis, Oesophagostomum radiatum, Eurythrema coelomaticum e Paramphistomum cervi. Os aspectos macro e microscópicos causados por esses vermes são profusamente ilustrados e uma descrição macro e microscópicadas lesões é fornecida na esperança de auxiliar o inspetor de carnes iniciante na tarefa de reconhecer e interpretar o significado dessas lesões tanto para a saúde animal quanto para a saúde humana. Com respeito a esses últimos objetivos, o ciclo evolutivo, e os efeitos nos hospedeiros animal e humano, e ainda a destinação da carcaça ou órgão afetado na linha de inspeção, são discutidos para cada parasita.

  15. Transtornos alimentares e imagem corporal em acadêmicos de Educação Física Eating disorders and body image in Physical Education students

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosimeide Francisco Santos Legnani

    2012-03-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi identificar as associações entre excesso de peso corporal, provável transtorno alimentar e distorção da imagem corporal em acadêmicos de educação física. A amostra foi formada por 229 universitários (45,6% rapazes. A imagem corporal foi analisada pelo questionário Body Shape Questionnaire (BSQ e os indicadores de transtorno alimentar pelo Eating Attitudes Test (EAT-26. A presença de transtorno alimentar esteve associada às distorções da imagem corporal (pThe objective of this study was to identify the relationships possible eating disorders and distortion of body image in physical education students. The sample was composed by 229 students (45.6% males. The body image was analyzed by mean Body Shape Questionnaire (BSQ and the eating disorders through Eating Attitudes Test (EAT-26. The presence of possible eating disorders was associated with distortion of body image (p<0.001 and not with nutritional status (p=0.448. Already the distortion in body image was associated both with possible eating disorders (p<0.001 and with the nutritional status (p=0.016. The university students with distortion of body image that were 5.29-folder higher (CI 95%: 2.15-13.09 when compared with no disorders group. The possible eating disorders indicators and distortion body image were higher in females and the higher nutritional status prevalence in males.

  16. Prevalência do consumo de medicamentos em adultos brasileiros: uma revisão sistemática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa Pereira Gomes

    Full Text Available Resumo O uso de medicamentos em adultos foi avaliado por alguns estudos de base populacional no Brasil, mas não há estimativa geral da prevalência desse consumo disponível. Nosso objetivo foi estimar a prevalência do uso de medicamentos avaliada em estudos transversais entre adultos brasileiros. Realizou-se uma revisão sistemática da literatura por meio de busca no Medline, Embase, Scopus, Lilacs, SciELO, banco de teses da Capes até janeiro de 2017. Duas revisoras selecionaram as pesquisas, extraíram os dados e avaliaram a qualidade metodológica daquelas incluídas. As prevalências de consumo foram combinadas em meta-análises, a heterogeneidade foi medida pelo I2 e investigada por análises de subgrupo e metarregressão. A busca identificou 4.005 publicações, das quais 14 foram incluídas no estudo. A maioria dos estudos (12/14 mediu o consumo nos últimos 15 dias, encontrando prevalência de consumo de 49,1% (IC95%: 48,5-49,6%; I2 =100%. O período recordatório explica parte da heterogeneidade encontrada (R2= 23%; p = 0,048, mas a análise de subgrupos não possibilitou encontrar resultados mais homogêneos. O uso de medicamentos é realizado por quase metade dos adultos brasileiros. Ações adequadas de assistência e atenção farmacêutica são necessárias para assegurar o uso racional dessas tecnologias.

  17. Impacto da promoção sobre consumo de frutas e hortaliças em ambiente de trabalho

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Amanda Da Silva Franco

    2013-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o impacto de ações para promoção do consumo de frutas e hortaliças em ambiente de trabalho. MÉTODOS: Estudo de intervenção com grupo controle histórico conduzido com 61 funcionários de uma empresa pública, no Rio de Janeiro, RJ, de 2007 a 2009. O estudo foi realizado em três etapas: (a diagnóstico pré-intervenção, que abrangeu caracterização da empresa estudada e da fornecedora de refeições, avaliação do consumo de frutas e hortaliças pelos funcionários e a inclusão de grupo focal para conhecer os determinantes do consumo de frutas e hortaliças e subsidiar o planejamento da intervenção; (b intervenção, composta por uma vertente ambiental (refeitório da empresa e outra educativa (dirigida aos indivíduos; e (c diagnóstico pós-intervenção, que incluiu impressões sobre modificações no restaurante no tocante à oferta de frutas e hortaliças, exposição dos indivíduos à intervenção e respectivo consumo. A associação entre indicadores de exposição e desfecho foi analisada por meio de modelos de regressão múltipla. RESULTADOS: A média de cobertura das atividades e materiais educativos foi de 63,5%. A maioria dos funcionários percebeu mudanças positivas em pelo menos um dos cinco aspectos examinados referentes ao ambiente. O consumo de frutas e hortaliças aumentou 38,0% (0,66 porção na refeição avaliada. Indicadores de exposição da vertente ambiental e da vertente educativa associaram-se a indicadores de desfecho. CONCLUSÕES: O consumo de frutas e hortaliças aumentou entre trabalhadores expostos à intervenção de promoção desses alimentos no ambiente de trabalho. O desenho multicomponente da intervenção parece ter contribuído para esses achados.

  18. O consumo de antioxidantes e o balanço energético na dieta de praticantes de hidroginástica em idade sénior

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Filomena Calixto

    2007-06-01

    Full Text Available Existe uma evidência epidemiológica muito sustentada que associa o consumo de alimentos vegetais (cereais, frutas e legumes à redução da incidência de numerosas doenças cardiovasculares, cancerígenas, neurodegenerativas e à preservação da saúde no geral. Também é aceite e está largamente demonstrado que a actividade física associada a uma dieta equilibrada contribui para a saúde e o bem estar do indivíduo (Coyle, 2000. Sabe-se ainda que o exercício físico funciona como um factor de stress fi siológico e metabólico (Quiles et al., 1999, devido ao aumento da actividade mitocondrial que leva a um incremento na produção de radicais livres. O exercício moderado praticado pelo menos cinco vezes por semana está relacionado com uma melhoria da saúde do indivíduo (ACSM, 2005. O exercício demasiado intenso e prolongado com períodos de recuperação defi cientes tem sido relacionado com uma redução das capacidades e funções imunitárias (Gleeson et al., 2001, 2004, Nieman, 1995 e com alterações bioquímicas e hormonais (Gleeson and Bishop, 2000 características dos estados de stress. Em qualquer dos casos os mecanismos de defesa antioxidante associados ao consumo adequado de fontes alimentares ricas em antioxidantes é essencial para potenciar os efeitos benéfi cos do exercício ou para atenuar os efeitos do stress oxidativo. (…

  19. Consumo, digestibilidade e balanço de nitrogênio em borregos alimentados com torta de dendê em substituição à silagem de capim-elefante Voluntary intake, apparent digestibility and nitrogen balance in sheep fed with palm kernel cake replacing elephant grass silage

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lorena da Mota Lima Bringel

    2011-09-01

    Full Text Available Este trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar o consumo voluntário, a digestibilidade aparente e o balanço de nitrogênio em ovinos alimentados com dietas contendo torta de dendê. A adição da torta de dendê foi avaliada nos níveis 0; 20; 40; 60 e 80% em substituição à silagem de capim-elefante utilizando-se 20 ovinos machos castrados em um delineamento experimental inteiramente casualizado. Em todas as formas como foram expressos, o consumo e a digestibilidade de nutrientes apresentou em geral resposta quadrática aos níveis de torta de dendê utilizados na dieta. A inclusão de torta de dendê nas dietas teve efeito quadrático também sobre o balanço de nitrogênio, que aumentou até o nível de 45% de adição desse subproduto e decresceu, devido ao baixo consumo de proteína bruta nos maiores níveis. A torta de dendê possui características próprias de um alimento volumoso e tem como principal limitação o baixo consumo alimentar, por isso, seu uso na alimentação de ovinos deve ser restrito ao nível máximo de 37,34% da dieta total.This research was conducted to evaluate the voluntary intake, the apparent digestibility and the nitrogen balance in sheep fed with diets containing palm kernel cake. The addition of palm kernel cake was assessed at the 0; 20; 40; 60 and 80% levels replacing the elephant grass silages by utilizing 20 castrated male sheep in a completely randomized design. In all the forms they were expressed, intake and digestibility of nutrients showed quadract effect at the levels of palm kernel pie utilized in the diet. The inclusion of palm kernel pie in the diets had quadract effect also on the nitrogen balance, due to low consumption of crude protein at higher levels. Palm kernel pie presents the characteristics of bulky feed, and its biggest limitation is the low feeding intake, hence, its use at sheep's feeding must be restricted to up to 37.34% of the total diet.

  20. Consumo, logo existo

    OpenAIRE

    Dios, Maria Luisa Célia E. de

    2014-01-01

    A obra Antropologia & Consumo, organizada por três antropólogas que realizam trabalhos na área do consumo, resulta do simpósio Consumo e Construção de Sujeitos e Bens no Mundo Contemporâneo, realizado no Primeiro Congresso Latino-Americano de Antropologia, em Rosário, Argentina, em 2005. A seleção dos textos e os assuntos abordados apresentam o consumo sob vários aspectos, mostrando o quanto tema é abrangente e como permeia a vida dos sujeitos inseridos numa sociedade urbana contemporânea. Os...

  1. Consumo infantil de alimentos industrializados e renda familiar na cidade de São Paulo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aquino Rita de Cássia de

    2002-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever o consumo infantil de alimentos industrializados e a relação com a renda familiar per capita, com base em inquérito domiciliar. MÉTODOS: O consumo alimentar de uma amostra probabilística da população infantil residente na cidade de São Paulo, entre zero e 59 meses de idade (n=718, foi estudado em 1995/1996 por meio de inquérito recordatório de 24h. Analisou-se a relação entre o consumo de 24 alimentos industrializados e a renda familiar per capita, distribuída em quartis. RESULTADOS: O consumo de açúcar foi maior entre as crianças de menor renda, enquanto achocolatados, chocolates, iogurte, leite em pó modificado e refrigerantes foram mais consumidos por crianças de maior renda familiar per capita (p<0,05. CONCLUSÕES: Concluiu-se que a renda familiar per capita influencia o consumo de alguns alimentos industrializados.

  2. Ingestão alimentar em pacientes com doença inflamatória intestinal Food intake in patients with inflammatory bowel disease

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alice Freitas da Silva

    2011-09-01

    Full Text Available RACIONAL: Pacientes com doença inflamatória intestinal podem apresentar deficiências nutricionais. OBJETIVO: Verificar a adequação da ingestão alimentar de pacientes com doença de Crohn e retocolite ulcerativa inespecífica. MÉTODOS: Para avaliação da ingestão alimentar de 55 pacientes, 28 com doença de Crohn e 27 com retocolite ulcerativa atendidos em ambulatório de gastroenterologia, utilizou-se o Recordatório Alimentar de 24 Horas e o Questionário de Frequência Alimentar. A atividade inflamatória da doença foi avaliada pelos níveis séricos de proteína C reativa e o Índice de Harvey e Bradshaw. Para comparação de médias foi usado o teste t não pareado e, para as médias não paramétricas, o teste de Mann-Whitney, considerando nível de significância valor de pBACKGROUND: Patients with inflammatory bowel disease may have nutritional deficiencies. AIM: To verify the adequacy of dietary intake of patients with Crohn's disease and ulcerative colitis. METHODS: To assess food intake of 55 patients, 28 with Crohn's disease and 27 with ulcerative colitis treated in the gastroenterology clinic, was used the 24-Hour Food Recall and Food Frequency Questionnaire. The inflammatory activity of the disease was evaluated by serum C-reactive protein and Harvey and Bradshaw Index. For comparison of means t test was used, and the average on non-parametric, the Mann-Whitney test, with level of significance p <0.05. RESULTS: The patients were aged between 19 and 63 years and time since diagnosis was 7.9 years (1 to 22. According to the food intake was identified deficiency in energy intake, fiber, iron, potassium, sodium, magnesium, calcium, menadione, riboflavin, niacin, folate, pantothenic acid, tocopherol and cholecalciferol in Crohn's disease and ulcerative colitis, active or in remission. The intake of vegetables, fruits, dairy products and beans were low, and intake of fats and sweets was higher than the recommendations

  3. Os desperdícios alimentares em Hotelaria: Estudo de caso: controlo e gestão dos desperdícios ao pequeno-almoço nos Hotéis Fénix

    OpenAIRE

    Ortiga, Raquel Cardoso

    2017-01-01

    O desperdício alimentar é um flagelo no mundo de hoje. Todos os dias, a toda a hora, uma grande parte da comida é desperdiçada. Este estudo incidiu sobre as sobras/desperdícios recorrentes do pequeno-almoço em duas unidades hoteleiras do grupo HF – Hotéis Fénix, no Fénix Music e, no Fénix Lisboa. Teve como objetivo avaliar a possibilidade de redução de custos relativos a desperdícios alimentares e uma melhoria na gestão dos alimentos, requisitados pelo departamento F&B (Food & Beverage)...

  4. Violência no namoro e consumos de substâncias em jovens estudantes universitários

    OpenAIRE

    Borges, Inês de Almeida

    2016-01-01

    Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Criminologia A violência no namoro assume-se como uma problemática social dos dias de hoje e a qual interfere com a vida de muitos jovens. De igual modo, é sabido que o consumo de substâncias entre estudantes universitários também é uma realidade atual. Face a estas evidências, impõe-se a necessidade de analisar a relação entre os consumos e a violência no namoro, e que de re...

  5. Estimativa do consumo de energia e de macronutrientes no domicílio e na escola em pré-escolares Estimation of energy and macronutrient intake at home and in the kindergarten programs in preschool children

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Rombaldi Bernardi

    2010-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estimar o consumo de energia e de macronutrientes no domicílio e na escola em tempo integral em crianças de 2 a 6 anos e pesquisar diferenças no consumo entre as crianças de escolas públicas e particulares. MÉTODOS: Estudo transversal realizado com 362 pré-escolares em Caxias do Sul (RS. O estado nutricional foi avaliado pela razão peso para estatura. O consumo na escola foi avaliado por meio do método de pesagem direta individual dos alimentos consumidos pelas crianças e, no domicílio, por meio do método de registro alimentar realizado pelos pais ou responsáveis. Para as análises estatísticas utilizou-se o teste U de Mann-Whitney (p OBJECTIVE: To estimate the energy and macronutrient intake at home and at all-day in the kindergarten programs in children aged 2 to 6 and to investigate differences in consumption and intake between children at public and private kindergartens. METHODS: This was a cross-sectional study of 362 preschool children from Caxias do Sul, Brazil. Nutritional status was assessed in terms of weight to height ratios. Foods consumed in the kindergarten were evaluated by weighing the actual foods eaten by the children and home intakes were calculated from a food diary kept by parents or guardians. Statistical analyses were performed using the Mann-Whitney U test (p < 0.05. RESULTS: It was found that 28 children (7.7% were overweight, 92 (25.4% were at risk of becoming overweight and seven (1.9% were classified as having wasting. Analysis of 24-hour nutritional intake demonstrated that 51.3% of the energy, 60.3% of the lipids and 51.6% of the proteins consumed by children were eaten at home, despite the children spending the whole day in the kindergarten programs. Preschool children at kindergartens ate greater quantities of energy (p = 0.001, carbohydrates (p < 0.001, and lipids (p = 0.04 than did children at public kindergartens, but their total daily intakes were similar, irrespective of which type of

  6. Subjetivação e consumo em sites de relacionamento

    OpenAIRE

    Pinheiro, Marta de Araújo; Universidade Federal de Juiz de Fora

    2009-01-01

    Resumo Construção de perfis, customização das páginas pessoais, compartilhamento de bens culturais nas redes sociais na internet vêm transformando as relações entre subjetivação, cultura e consumo. A progressiva liberação da associação do consumo às categorias de classe social, estilos de vida e atualização do self permite aproximá-lo do conceito de governabilidade. Como estudo de caso, o site de relacionamentos Myspace.com. Palavras-chave: Sites de relacionamentos; consumo; Myspace....

  7. Consumo de carnes por adolescentes do Sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Cecília Formoso Assunção

    2012-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever a frequência de consumo de diferentes tipos de carnes conforme variáveis sociodemográficas e nutricionais, e analisar o consumo, em adolescentes do Sul do Brasil, de dieta rica em gordura conforme os tipos de carne consumidos. MÉTODOS: Estudo transversal realizado com adolescentes pertencentes à coorte de nascimentos de 1993, em Pelotas (RS. A frequência de consumo de carnes vermelhas, brancas, vísceras e embutidos foi avaliada por um Questionário de Frequência de Consumo Alimentar, adaptado para este estudo. A ingestão de dieta rica em gordura foi avaliada a partir do instrumento proposto por Block. As variáveis independentes foram sexo, cor da pele, nível socioeconômico, escolaridade materna e estado nutricional. Nas análises estatísticas, foram utilizados testes Qui-quadrado de heterogeneidade e de tendência linear. RESULTADOS: Foram avaliados 4.325 adolescentes com idade média de 14,7, DP=0,3 anos, dos quais 51,2% eram do sexo feminino. A frequência de consumo diário de carnes vermelhas foi maior do que a de carnes brancas (43,0% e 9,7%, respectivamente. O consumo de embutidos por mais do que quatro vezes por semana foi referido por 48,5% dos indivíduos, e 81,4% relataram consumir vísceras raramente ou nunca. Adolescentes de maior nível socioeconômico e filhos de mães com maior escolaridade apresentaram maior consumo de carnes vermelhas e embutidos, enquanto aqueles em situação oposta apresentaram maior consumo de carnes brancas. Adolescentes que consomem carnes com maior frequência também consomem dieta rica em gordura. CONCLUSÃO: As carnes consumidas com maior frequência pelos adolescentes foram as vermelhas e os embutidos. No entanto, adolescentes de maior nível socioeconômico consomem carnes vermelhas com maior frequência, enquanto adolescentes menos favorecidos economicamente consomem mais carnes brancas.

  8. HÁBITOS Y PREFERENCIAS DE CONSUMO. CONSUMO EN ESTUDIANTES UNIVERSITARIOS // CONSUMER HABITS AND PREFERENCES. CONSUMPTION IN UNIVERSITY STUDENTS // HÁBITOS DE CONSUMO E PREFERÊNCIAS. CONSUMO EM ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Héctor Fabio Ríos Hernández

    2016-06-01

    Full Text Available El artículo analiza el comportamiento de consumo en estudiantes universitarios. El fundamento conceptual es la teoría microeconómica del consumidor y elementos básicos de economía del comportamiento. Considerando la declaración sobre sus preferencias de consumo para doce grupos de bienes, se analiza la probabilidad de realizar un presupuesto mensual de gasto, teniendo en cuenta su rango de ingreso. Se concluye que el ingreso es factor fundamental en la elaboración de un presupuesto, teniendo en cuenta las preferencias por grupos de bienes. El grupo de bienes alimentos es muy importante para los estudiantes con ingreso hasta 2 millones, mientras que estudiantes con ingresos mayores presentan mayores preferencias por prendas de vestir, restaurantes y hoteles, y bienes y servicios diversos.

  9. Consumo, digestibilidade aparente, produção e composição do leite em vacas alimentadas com quatro níveis de compostos nitrogenados não-protéicos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Oliveira Antonia Santos

    2001-01-01

    Full Text Available Foram objetivos desta pesquisa determinar o tempo necessário para a adaptação dos animais às rações e medição do consumo e da produção de leite e avaliar o efeito de quatros níveis de proteína bruta na forma de compostos nitrogenados não-protéicos (NNP (2,22; 4,18; 5,96 e 8,09% sobre a produção e composição do leite, os consumos e as digestibilidades aparentes de matéria seca (MS, matéria orgânica (MO, fibra em detergente neutro (FDN, extrato etéreo (EE, carboidratos totais (CHOT e proteína bruta (PB, assim como o consumo de nutrientes digestíveis totais (NDT. Utilizaram-se 16 vacas holandesas em quatro quadrados latinos balanceados 4 x 4, distribuídos de acordo com o período de lactação. As quatro rações experimentais foram formuladas para conter, na base da matéria seca, 60% de silagem de milho e 40% de concentrado. Foram utilizados níveis crescentes de uréia no concentrado (0; 0,7; 1,4; e 2,1% para os tratamentos 1, 2, 3 e 4, respectivamente. Todas as dietas foram isoprotéicas, aproximadamente 14% PB. Os níveis crescentes de NNP na dieta resultaram em consumo reduzido de MS, MO, PB, CHOT e NDT e aumento linear do de EE. Já os consumos de FDN, expressos em kg/dia e %PV, apresentaram comportamento quadrático, observando-se valores máximos de 6,99 kg e 1,56%PV, com 4,54 e 4,26% de NNP, respectivamente. As digestibilidades aparentes totais de MS, MO, FDN, EE, PB e CHOT não foram influenciadas pelos níveis de NNP na dieta, sendo observadas médias de 69,45; 70,71; 67,26; 88,34; 70,57; e 70,91%, respectivamente. A produção de leite corrigida, ou não, para 3,5% de gordura, as quantidades de gordura e proteína e os teores de proteína do leite diminuíram linearmente, enquanto os teores gordura e a eficiência alimentar, expressa em kg de leite/ kg MS ingerida, não foram influenciadas pelos níveis de NNP na dieta.

  10. Consumo da experiência em revistas brasileiras: Nova, Claudia, Boa Forma, Você S/A e Viagem e Turismo

    OpenAIRE

    Trindade, Thaís Hoehne Peres Polato

    2010-01-01

    O tema desta pesquisa é o consumo da experiência no jornalismo de revista. Experiência no capitalismo globalizado é entendida como conjunto de práticas ligadas à vida cotidiana dos consumidores e a atos de conhecimento transmitidos pelos sentidos, aspectos que no neoliberalismo ganham ampla ligação com o consumo/consumismo. Identificaremos em que medida estas novas relações entre experiência e consumo afetam e são afetadas pelo jornalismo e estudaremos os contratos comunicaci...

  11. Padroes alimentares de criancas menores de cinco anos de idade residentes na capital e em municipios da Bahia, Brasil, 1996 e 1999/2000

    OpenAIRE

    Sheila Maria Alvim de Matos; Mauricio Lima Barreto; Laura Cunha Rodrigues; Oliveira, Valterlinda A.; Lucivalda P. M. Oliveira; Silvana DInnocenzo; Carlos Antonio Santos Teles; Sheila Regina dos Santos Pereira; Matildes da Silva Prado; Ana Marlucia Oliveira Assis

    2014-01-01

    Estudo transversal com 3.817 pré-escolares, 1.770 residentes em Salvador, Bahia, Brasil, e 2.047 nas áreas urbana e rural de 10 municípios baianos. Utilizou-se recordatório de 24 horas (R24h) e empregou-se análise fatorial por componentes principais com objetivo de identificar e comparar os principais padrões alimentares dessas crianças. Estratificou-se a amostra por idade e área. Antes dos seis meses de vida o leite materno compôs o 2o e 3o padrões com carga positiva para crianças dos dez mu...

  12. Prática alimentar no primeiro ano de vida, em crianças atendidas em centros de saúde escola do município de São Paulo Feeding practices in the first year of life in children attending school health centers of the city of São Paulo, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sônia Buongermino de Souza

    1999-08-01

    Full Text Available O objetivo do estudo foi conhecer a prática alimentar em crianças de 0 a 12 meses de idade que freqüentam quatro Centros de Saúde Escola do Município de São Paulo. Estudou-se uma amostra de 317 crianças a partir da demanda dos Centros. As informações sobre alimentação foram obtidas em entrevista com as mães. Entre as crianças com idades até 3 meses, 42,2% estavam em aleitamento materno exclusivo, e entre aquelas com idades de 3 a 6 meses a prevalência do aleitamento materno exclusivo foi de 14,8%. Para as crianças que não estavam em aleitamento materno exclusivo, verificou-se a introdução de outros tipos de leite, bem como de alimentos não lácteos no esquema alimentar infantil. Para as que já consumiam alimentos não lácteos, levantou-se a freqüência de consumo de alimentos que fornecem, principalmente, ferro e vitamina C, nutrientes encontrados em quantidades insuficientes no leite. Nesse grupo verificou-se que 98,9% das crianças consumiam frutas e 72,4% consumiam carne. O feijão foi referido para 39,6% das crianças. A introdução de outros tipos de leite, bem como de alimentos não lácteos no esquema alimentar infantil ocorreu precocemente na amostra estudada.The objective of this study was to analyze the feeding practices in infants aged 0-12 months, attending the four School Health Centers of the city of São Paulo (Brazil. A sample of 317 infants was studied. The information about diet was obtained by interviewing the mothers. Among the infants aged 0 to 3 months, 42.2% were exclusively breast fed. Among those aged 3 to 6 months the prevalence of exclusive breast feeding was of 14.8%. For those infants who were not exclusively breast fed, the introduction, in the infant's diet, of other kinds of milk and foods other than milk was verified. The frequency of consumption of foods that provide iron and vitamin C, nutrients found in small quantities in milk, was analysed in this group. It was verified that 98.9% of

  13. Antisocial behavior and alcohol consumption by school adolescents Conducta antisocial y consumo de alcohol en adolescentes escolares Conduta anti-social e consumo de álcool em adolescentes escolares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karla Selene López García

    2008-04-01

    Full Text Available Adolescence is a vulnerable period and facilitates the start of risk behaviors, for instance the use of drugs. This study aims to describe the differences between antisocial behavior and alcohol consumption according to gender, age and education; as well as to discover the relation between antisocial behavior and alcohol consumption in 1,221 school adolescents from Monterrey - Nuevo Leon, Mexico. The findings reveal differences in antisocial behavior according to gender. Evidences showed that 41.3% of the students had consumed alcohol at sometime in their lives, and that differences exist in alcohol consumption according to age and education. Finally, the study found positive and significant relations between antisocial behavior and alcohol consumption (r s = .272, p La adolescencia se convierte en una etapa de vulnerabilidad y facilitador para el inicio de conductas de riesgo como es el consumo de drogas. Los objetivos del presente estudio fueron: describir las diferencias de la conducta antisocial y consumo de alcohol según sexo, edad y escolaridad; conocer la relación existente de la conducta antisocial con el consumo de alcohol en 1221 adolescentes escolares de Monterrey, Nuevo Léon, México, en relación a los hallazgos encontrados se presentan diferencias de la conducta antisocial por sexo; se destaca que 41.3% de los estudiantes consumieron alcohol alguna vez en su vida, y existen diferencias de consumo de alcohol por edad y escolaridad. Finalmente se encontró relación positiva y significativa de la conducta antisocial con el consumo de alcohol (r s=.272, pA adolescência se apresenta como uma etapa de vulnerabilidade e facilitadora para o início de condutas de risco como o consumo de drogas. Os objetivos do presente estudo foram: descrever as diferenças entre sexo, idade e escolaridade na conduta anti-social e o consumo de álcool e conhecer a relação existente entre a conduta anti-social e o consumo de álcool em 1221

  14. Consumo de frutas, verduras e legumes por gestantes adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antônia Caroline Diniz Brito

    2016-11-01

    Full Text Available Objetivo: Determinar o estado nutricional e os fatores associados ao consumo alimentar de frutas, verduras e legumes por gestantes adolescentes atendidas em um serviço público de referência para assistência pré-natal. Métodos: Estudo transversal e analítico, com 73 gestantes adolescentes de 10 a 19 anos, atendidas no Núcleo de Assistência ao Adolescente (NASA do Hospital Materno Infantil, em São Luís, Maranhão. Utilizou-se o Questionário de Frequência de Consumo Alimentar (QFCA, medidas antropométricas (peso, altura, índice de massa corporal - IMC - pré-gravídico e gravídico e questionário socioeconômico. As variáveis dependentes foram o consumo de frutas, verduras e legumes, e as independentes foram escolaridade, estado civil, raça, renda, situação demográfica, dados gestacionais e antropométricos. Resultados: Observou-se que 39,7% apresentaram IMC pré-gestacional de desnutrição, 50,7% de eutrofia, e menos de 10% sobrepeso ou obesidade. Para o IMC gestacional, os valores se alteraram, com 27,4% das gestantes desnutridas, 57,5% eutróficas e 15,1% com sobrepeso. Observou-se que os maiores percentuais de adequação para o consumo de frutas, verduras e legumes foram em adolescentes casadas ou em união estável (65,4%, que não trabalhavam (92,3% e com renda familiar menor que 1 salário mínimo (84,62%. Entretanto, a única associação positiva encontrada com o consumo de frutas, verduras e legumes foi o início do pré-natal. Conclusão: A maior parte das gestantes avaliadas apresentou-se eutrófica, apesar de cerca de um quarto apresentar baixo peso durante a gestação. Além disso, elas não consumiam uma dieta balanceada, com uma ingestão abaixo do recomendado de FVL. Entre os fatores relacionados a um melhor consumo de FVL destaca-se o início do acompanhamento pré-natal no primeiro trimestre.

  15. Influência do estresse alimentar na digestibilidade em cães Influence of feeding stress on digestibility in dogs

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    C.F. Ferreira

    2003-10-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência do estresse alimentar sobre a digestibilidade aparente de uma dieta comercial em cães. Foram utilizados 12 animais, sem raça definida, divididos em dois grupos de seis, submetidos a: tratamento 1 (T1 - caracterizado por indução do estresse alimentar pela irregularidade do horário de alimentação e provocação por estímulos visuais, olfatórios e auditivos, e tratamento 2 (T2 - caracterizado por regularidade do horário de alimentação e ausência de provocação (grupo-controle. As fezes para o ensaio de digestibilidade foram colhidas na primeira e na quarta semana após o início dos estímulos. Não foram encontradas diferenças entre tratamentos (grupos e entre períodos quanto aos coeficientes de digestibilidade aparente da matéria seca, proteína bruta, extrato etéreo, extrato não nitrogenado, fibra detergente neutra e energia bruta.The influence of feeding stress on digestibility of 12 mongrel dogs was evaluated. Six dogs were experimentally stress stimulated (T1 during four weeks and other six were used as control (T2. T1 dogs were stress stimulated by irregularities at feeding time, and by visual, smell and hearing stimuli related to feeding. Feces were collected at first and fourth weeks after the stimulus begun. No alterations were found in digestibility coefficients of dry matter, crude protein, ether extract, non-nitrogen extract, neutral detergent fiber and gross energy when determined neither at the first nor at fourth week after stress stimuli.

  16. Influência do consumo alimentar e do padrão de atividade física sobre o estado nutricional de adolescentes de Piedade, São Paulo Influence of food intake and physical activity patterns on the nutritional status of adolescents from Piedade, São Paulo, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carla Cristina Enes

    2009-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar os fatores dietéticos e de atividade física associados ao estado nutricional de adolescentes escolares. MÉTODOS: Estudo transversal com 105 adolescentes de ambos os sexos, idade de 10 a 14 anos, matriculados em escolas públicas de Piedade (SP. Foram coletadas informações sobre consumo alimentar (recordatório 24 horas, padrão de atividade física (atividades físicas e sedentárias e estado nutricional avaliado pelo índice de massa corporal. Consideraram-se insuficientemente ativos os adolescentes que praticavam menos de 300 minutos/semana de atividade física. Foram classificados como sedentários aqueles que dedicavam período de tempo igual ou superior a duas horas por dia a atividades passivas. Para identificar os fatores associados ao estado nutricional, recorreu-se à regressão linear múltipla. RESULTADOS: A prevalência de excesso de peso foi maior entre os meninos (17,9 versus 13,6%, pOBJECTIVE: To identify dietary and physical activity factors associated to the nutritional status of adolescent students. METHODS: Cross-sectional study of 105 adolescents of both genders, aged 10 to 14 years, studying at public schools in Piedade, São Paulo, Brazil. Data regarding food intake (24 hour recall, physical activity patterns (physical and sedentary activities and nutritional status measured by body mass index were collected. The adolescents were characterized as insufficiently active if physical activities were practiced for less than 300 minutes per week. They were considered sedentary if they spent two hours or more per day in passive activities. Multiple linear regression was performed to identify factors associated to the nutritional status. RESULTS: The prevalence of overweight was higher among boys (17.9 versus 13.6%, p<0.05 and 18.0% of the adolescents were considered insufficiently active. There was no association between dietary and nutritional status variables. A significant difference was observed only

  17. Lesões melanocíticas em suínos abatidos para consumo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    C. Teixeira

    2013-06-01

    Full Text Available O presente estudo teve como principais objetivos conhecer a taxa de ocorrência de lesões melanocíticas (melanose, melanocitomas e melanomas em suínos abatidos para consumo e identificar possíveis padrões de distinção e de classificação macroscópica dessas lesões. Para tal, procedeu-se à recolha de lesões melanocíticas em matadouro, durante oito meses, e à sua avaliação macroscópica e microscópica. Os resultados deste estudo demonstraram que as melanoses foram as lesões melanocíticas mais frequentemente encontradas (74,04% e que, relativamente às lesões tumorais, os melanomas (malignos foram os mais frequentes (21,15% comparativamente com os melanocitomas (benignos (4,81%. Pela análise comparativa das características macroscópicas e microscópicas, verificou-se que, nem sempre, por uma avaliação macroscópica, é possível a distinção entre essas lesões (melanoses, melanocitomas e melanomas. No entanto, identificaram-se, neste estudo, algumas características sugestivas da malignidade, como: o tamanho superior a 2,5cm, a presença de ulceração, a libertação de pigmento negro e a presença de coloração negra do gânglio linfático regional. É, portanto, de extrema importância a observação criteriosa e sistemática dessas lesões, para a avaliação das suas características, uma vez que a decisão sanitária é diferente consoante se trate de uma melanose, de um tumor maligno ou de um tumor benigno.

  18. ANÁLISE DE FRAÇÕES DE FIBRA ALIMENTAR EM RÚCULA E ALFACE EM DIFERENTES ESTÁGIOS DE MATURAÇÃO, SOB SISTEMA HIDROPÔNICO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Fernandes MACHADO

    2011-08-01

    Full Text Available As hortaliças são alimentos fontes de fi bras de grande importância. Este trabalho teve como objetivo avaliar o teor de fi bra alimentar total e suas frações em cultivar de alface e rúcula, sob sistema hidropônico, em diferentes estágios de maturação. As plantas foram coletadas e analisadas segundo método de n. 991.43 da AOAC. ³ Houve diferenças signifi cativas em relação à fração da fi bra insolú- vel, sendo maior na rúcula em relação à alface (p=0,00015. A rúcula teve diminuição signifi cativa da fi bra solúvel em dois períodos de maturação. A fi bra alimentar total também teve diminuição, porém, não apresentou signifi cância. A alface mostrou uma tendência em diminuir a fi bra alimentar total e insolúvel nos estágios mais avançados, porém tais dados não foram estatisticamente signifi cativos. Concluise que a rúcula hidropônica tem uma quantidade maior de fi bras total em relação à alface hidropônica, sendo que as hortaliças rúcula e alface têm uma quantidade maior da fração insolúvel em relação a solúvel. Estes resultados são importantes, pois especifi cam a qualidade e a quantidade das fi bras das hortaliças mais consumidas no país e desta forma, o nutricionista pode ter uma conduta dietoterápica mais específi ca e mais adequada para as necessidades de cada paciente.

  19. Consumo de medicamentos em adolescentes escolares: uma preocupação Consumption of medicines among adolescent students: a concern

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Clécio H. da Silva

    2004-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Estudar a prevalência de consumo de medicamentos em adolescentes escolares e correlacioná-la com tipo de escola (pública ou particular, série e turno de estudo, idade e sexo dos alunos, escolaridade dos pais e hábito de consumo familiar de medicamentos. MÉTODOS: Estudo transversal com amostra representativa da população de escolares do ensino médio de Porto Alegre - 1.281 alunos de 58 turmas, distribuídos em estratos proporcionais de escolas públicas e particulares. O questionário foi respondido, de forma individual e anônima, pelos alunos dentro da sala de aula, que informaram o consumo de medicamentos nos últimos 7 dias, especificando o fármaco utilizado. Foram realizados análise descritiva das variáveis, testes de associação linear e regressão logística múltipla. RESULTADOS: O uso de medicamentos ocorreu em 49,5% da amostra. Os grandes grupos farmacológicos mais consumidos foram analgésicos/antiinflamatórios e antigotosos (32,5% do consumo e hormônios e análogos (12,1%. Os analgésicos/antipiréticos/antiinflamatórios e os estrógenos/progestágenos foram, respectivamente, os mais utilizados nos grupos farmacológicos citados anteriormente. O ácido acetilsalicílico foi a substância analgésica mais consumida. Os alunos do sexo feminino (RC = 2,24, com 17 anos ou mais (RC = 1,41, com menor escolaridade materna (RC = 1,40 e cujos familiares tinham o hábito de consumir medicamentos (RC = 1,39 apresentaram risco aumentado para o consumo de medicamentos. CONCLUSÕES: Houve um elevado consumo de medicamentos entre adolescentes escolares, em especial entre as meninas e os alunos com mais idade. O hábito familiar de consumo e a baixa escolaridade materna também favorecem o uso de medicamentos.OBJECTIVE: To study the prevalence of medicine consumption among adolescent students and to correlate it with school type (public or private, grades and school shift, age and gender of the students, education level of

  20. Faça o que Eu Digo, Não Faça o que Eu Faço: A Relação entre Adultos na Socialização Infantil no Consumo Alimentar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Fernanda da Fonseca Massyliouk

    2016-12-01

    Full Text Available A relação entre pais e filhos no processo de socialização da criança foi foco de diversos estudos sobre estilos parentais e padrões de comunicação. No entanto, ainda que se saiba que o processo de socialização varia de família para família, ainda há espaço para maior aprofundamento na reflexão sobre negociações entre adultos que estão à frente das diretrizes de transmissão. Neste trabalho, buscou-se verificar de que forma as relações entre adultos, responsáveis (pai, mãe e avó pela criança, criam uma dinâmica específica de transmissão, que modula e particulariza o processo de socialização infantil. Esse objetivo torna-se particularmente complexo se o posicionamos no panorama contemporâneo, de onde emerge grande diversidade de arranjos familiares, reduzindo o protagonismo da dupla mãe-pai. Considerou-se o contexto específico do consumo de alimentos, utilizando a marca Coca-Cola como recurso de mercado para materializar as dinâmicas parentais. O estudo foi de natureza qualitativa, conduzido por meio de entrevistas em profundidade com sete famílias, totalizando doze entrevistados, onde foram entrevistados os responsáveis pela criança. Os achados da pesquisa mostram que a relação entre adultos gera padrões específicos de mediação parental, dentro do processo de socialização. Propõe-se uma tipologia de dinâmicas de mediação parental: cooperação harmoniosa, conflito, centralidade de poder e cooperação  difusa. A marca Coca-Cola encontrou funções e padrões de consumo particulares em cada contexto de mediação. 

  1. Consumo alimentar e anticonsumismo: veganos e freeganos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Abonizio

    2013-01-01

    Full Text Available This article analyzes veganism and freeganism as life styles made possible provided by consumer society. Considering consumption as a dynamic system of world classification, I notice that such movements, by proposing an “anti-consumerist consumption”, act as a counterculture in relation to the society that enabled their emergence.

  2. Consumo abusivo de álcool em mulheres Consumo excesivo de alcohol entre las mujeres Heavy alcohol consumption among women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Graciele Cadahaiane de Oliveira

    2012-06-01

    Full Text Available Este estudo descritivo, exploratório, objetivou caracterizar as mulheres atendidas em um Hospital de Ensino do Noroeste do Paraná, por abuso de álcool, nos anos de 1999 a 2008, segundo variáveis sociodemográficas e dados da intoxicação. Dos 823 atendimentos, a faixa etária mais frequente foi dos 20 aos 49 anos (58,32%. 13 (1,58% mulheres estavam grávidas; 12,5% apresentavam de 9 a 12 anos de estudo. Os destilados foram a principal bebida utilizada, e a ingestão foi mais prevalente no período noturno. Cerca de 156 (18,96% mulheres necessitaram de internamento hospitalar. Evasão hospitalar foi observada em 8,5% dos casos. Conclui-se que a população feminina representa um subgrupo da população suscetível ao abuso do álcool, e, com o perfil descrito neste estudo, foi possível descrever as áreas de impacto na saúde da mulher, possibilitando a implementação de medidas preventivas para diminuir a ocorrência, as complicações e a reincidência nessa população.Este estudio descriptivo, exploratorio tiene por objetivo caracterizar las mujeres que acuden a Hospital Universitario de Paraná en el Noroeste, por abuso de alcohol en los años de 1999 a 2008, según los datos sociodemográficos de la intoxicación y se asocia con trauma y violencia. De los 823 atendimentos la faja de edad más frecuente fue de los 20 a los 49 años (58,32%. 13 (1,58% mujeres estaban embarazadas; 12,5% presentaban de 9 a 12 años de escolaridad.. fonéticamente Los destilados fueron la bebida principal y más prevalente en la noche. Cerca de 156 (18,96% mujeres requirieron hospitalización. La evasión hospitalaria se observó en el 8,5% de los casos. Se concluye que la población femenina representa un subgrupo de la población susceptible al abuso del alcohol y, con el perfil descrito en este estudio, fue posible describir las áreas de impacto en la salud de la mujer, posibilitando la implementación de medidas preventivas para disminuir el

  3. Sintomas de asma e fatores associados em adolescentes de Salvador, Bahia

    OpenAIRE

    Mascarenhas, Jean Márcia Oliveira; Silva, Rita de Cássia Ribeiro; Assis, Ana Marlúcia Oliveira de; Pinto, Elizabete de Jesus; Conceição, Jackson Santos; Barreto, Maurício Lima

    2016-01-01

    RESUMO: Objetivo: Identificar os fatores associados a sintomas de asma em adolescentes. Métodos: Estudo transversal, com a participação de 1.176 alunos com idade entre 11 e 17 anos, em Salvador, Bahia, Brasil. Os sintomas de asma foram identificados utilizando-se o questionário padronizado do The International Study of Asthma and Allergies in Childhood Program (ISAAC), fase III. A avaliação do consumo alimentar dos adolescentes foi obtida por meio de questionário da frequência alimentar (Q...

  4. Comportamento consumidor, hábitos alimentares e consumo de televisão por escolares de Florianópolis Consumer behavior, eating habits and television viewing in students from Florianópolis, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giovanna Medeiros Rataichesck Fiates

    2008-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar o comportamento consumidor de escolares em relação aos seus hábitos alimentares e a influência da televisão. MÉTODOS: Trata-se de estudo piloto com 57 escolares com idades entre 7 e 10 anos, do ensino fundamental de uma escola particular localizada em Florianópolis (SC. Foi utilizado um questionário, desenvolvido especialmente para a pesquisa, e realizada avaliação antropométrica. Os dados foram analisados utilizando testes de associação (teste Qui-quadrado de Pearson - c2 e análise de variância. As diferenças foram consideradas significantes quando pOBJECTIVE: To identify the consumer behavior of a small sample of students (pilot study, regarding their eating habits and influence of television. METHODS: This is a pilot study with 57 students aging from 7 to 10 years attending the elementary grades of a private school located in Florianópolis (SC. A questionnaire developed specifically for this research was used and anthropometric assessment was done. The data were analyzed using association tests (Pearson´s chi-square test -c2 and analysis of variance. The differences were considered significant when p<0.05. RESULTS: All students had television sets at home; 75.0% in their own bedrooms. Most of them snacked while watching television (98.0% or ate their meals with the television on (89.5%. Weekly intakes of fruit and vegetables were way below the ideal quantities proposed by the food pyramid. Students classified as frequent viewers (4 or more times a day ate fewer vegetables than did the moderate ones. Anthropometric evaluation indicated that 23.6% were overweight/obese and 9.1% presented central adiposity. CONCLUSION: Results suggest that strategies must be employed, such as parent's counseling and development of school programs, in order to prevent possible health problems in the studied population.

  5. Características alimentares e estado de saúde oral em crianças institualizadas na Índia e Nepal

    OpenAIRE

    Ferreira, Paula Andreia Rosa

    2009-01-01

    Monografia apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Licenciada em Medicina Dentária Introdução: As duas doenças mais prevalentes em odontologia são a cárie e doenças periodontais, são preveníveis ou passíveis de controlo mediante procedimentos relativamente simples, como a escovagem dentária, o controle da frequência do consumo de açúcares, o uso adequado do flúor e visitas periódicas ao dentista. Uma das possíveis explicações para a alt...

  6. Prevalência de aleitamento materno e introdução precoce de suplementos alimentares em área urbana do Sudeste do Brasil, Embu, SP

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pedroso Glaura César

    2004-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: estimar a prevalência do aleitamento materno em Embu, utilizando indicadores da Organização Mundial de Saúde; investigar a associação dos eventos "não início do aleitamento materno" e "introdução precoce de suplementos alimentares" com fatores sociodemográficos e relacionados à assistência à saúde. MÉTODOS: estudo transversal analítico, domiciliar, com amostragem por conglomerados em dois estágios (sorteio sistemático - parte do projeto "Morbidade e Utilização de Serviços de Saúde". População: 798 menores de três anos, residentes no Embu em 1996. RESULTADOS: aleitamento materno - 95,7% (IC95%: 93,2-98,2 dos menores de um ano; aleitamento exclusivo - 10,3% (IC95%: 2,9-17,6; predominante - 32,3% (IC95%: 23,5-41,2; duração mediana do aleitamento: seis meses. Fatores associados à introdução precoce de suplementos (uso de outros alimentos, exceto água ou chás, antes de 120 dias: residir em favela - OR = 3,70 (IC95%; 2,01-6,81; alta hospitalar do recém-nascido após cinco dias de vida - OR = 6,12 (IC95%: 1,64-22,80; mãe com 30 anos ou mais - OR = 1,70 (IC95%: 1,01-2,86. CONCLUSÕES: foram caracterizados grupos priori-tários para intervenção em aleitamento materno, apontando para a necessidade de novos estudos, além de ações dirigidas à população favelada e à melhora da assistência pré e perinatal.

  7. Critérios diagnósticos para os transtornos alimentares: conceitos em evolução Diagnostic criteria for eating disorders: evolving concepts

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Angélica de Medeiros Claudino

    2002-12-01

    Full Text Available O presente artigo apresenta o "estado de arte" da discussão acerca dos critérios diagnósticos atuais dos transtornos alimentares: Anorexia Nervosa (AN, Bulimia Nervosa (BN e Transtorno da Compulsão Alimentar Periódica (TCAP. Dentre os aspectos controversos da AN, destacam-se: a concepção da distorção de imagem corporal, a necessidade da presença de amenorréia para o diagnóstico e a possibilidade de manifestação de AN sem seu aspecto característico, o medo de engordar, em culturas não ocidentalizadas. Quanto à BN, discute-se especialmente a concepção de compulsão alimentar sua freqüência e duração necessárias para o diagnóstico. O artigo apresenta também os critérios sugeridos para o diagnóstico de TCAP e comenta sua difícil distinção com a BN não purgativa. As questões aqui discutidas possibilitarão o aprimoramento da nosologia da área.This article presents the "the state of art" of the discussion over the current diagnostic criteria for eating disorders: Anorexia Nervosa (AN, Bulimia Nervosa (BN and Binge-Eating Disorder (BED. Within the controversial aspects of AN, it is outlined: the conception of body image disturbance, the necessity of amenorrhea fpr the diagnosis and the possibility of AN without its characteristic aspect, the morbid fear of weight, in not Westernized cultures. For BN, it is specially discussed the conception of binge-eating and the frequency and duration of episodes necessary for the diagnosis. The article also presents the suggested criteria for BED diagnosis and comments on its difficult distinction from non-purging BN . The issues here discussed shall improve the nosology in the field.

  8. The use of a manual-driven group cognitive behavior therapy in a Brazilian sample of obese individuals with binge-eating disorder Utilização de terapia cognitivo-comportamental em grupo baseada em manual em uma amostra brasileira de indivíduos obesos com transtorno da compulsão alimentar periódica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mônica Duchesne

    2007-03-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To assess the effectiveness of a manual-based cognitive behavior therapy adapted to a group format in a sample of Brazilian obese subjects with binge-eating disorder. METHOD: In an open trial, 21 obese subjects with binge-eating disorder received a group cognitive-behavioral therapy program. Changes in binge-eating frequency, weight, body shape concerns, and depressive symptoms were compared between baseline and the end of the study. RESULTS: The mean frequency of binge-eating episodes significantly decreased from baseline to post-treatment (p OBJETIVO: Avaliar a efetividade da terapia cognitivo-comportamental baseada em um manual adaptado para o formato de grupo em uma amostra brasileira de obesos com transtorno da compulsão alimentar periódica. MÉTODO: Em um estudo aberto, 21 pacientes obesos com transtorno da compulsão alimentar periódica participaram de um programa da terapia cognitivo-comportamental em grupo. A freqüência da compulsão alimentar, o peso corporal, o grau de satisfação com a forma corporal e os sintomas depressivos foram avaliados no início do tratamento e no final do estudo. RESULTADOS: Houve uma redução estatisticamente significativa da freqüência média de episódios de compulsão alimentar entre a linha de base e o final do tratamento (p < 0,001, com uma taxa de remissão de episódios no final do estudo de 76,1%. Foi observada, também, uma redução significativa dos sintomas depressivos e da insatisfação com a forma corporal (p < 0,001. Adicionalmente, a perda de peso foi clínica e estatisticamente significativa. CONCLUSÃO: A utilização de terapia cognitivo-comportamental baseada em um manual adaptado para o transtorno da compulsão alimentar periódica resultou em melhora significativa da compulsão alimentar, do peso corporal, da preocupação com a forma corporal e dos sintomas depressivos associados ao transtorno da compulsão alimentar periódica nessa amostra.

  9. Efeitos do "Endorsement" em crianças dos 7 aos 12 anos : a influência da socialização do consumo

    OpenAIRE

    Duarte, Joana Sofia Santos

    2010-01-01

    Dissertação de mestrado em Marketing e Gestão Estratégica Nos dias de hoje emerge uma sociedade caracterizada pelo consumo. Consumir é um prolongamento da personalidade e um espelho do que o indivíduo valoriza. O segmento de mercado infantil é cada vez mais uma oportunidade para as empresas, que desenvolvem produtos e marcas à medida dos mais novos. A aprendizagem e integração social ocorrem desde a infância, manifestando-se em diferentes domínios, nomeadamente no consumo. As e...

  10. Determinação dos niveis de sulfitos em vinhos e em sucos de frutas e estimativa de sua ingestão.

    OpenAIRE

    Rita Margarete Donato Machado

    2007-01-01

    Resumo: Embora os sulfitos sejam utilizados amplamente na indústria de alimentos, a ingestão desses aditivos têm sido associada a reações adversas em humanos, tais como broncoespasmos em indivíduos asmáticos sensíveis. Em avaliação da exposição aos sulfitos conduzida pelo Comitê Conjunto FAO/OMS de Peritos em Aditivos Alimentares (JECFA) durante sua 51º reunião em 1998, concluiu-se que o consumo de determinados alimentos e bebidas pode resultar em valores de ingestão de sulfitos acima da Inge...

  11. Subjetivação e consumo em sites de relacionamento

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marta de Araújo Pinheiro

    2009-09-01

    Full Text Available Resumo Construção de perfis, customização das páginas pessoais, compartilhamento de bens culturais nas redes sociais na internet vêm transformando as relações entre subjetivação, cultura e consumo. A progressiva liberação da associação do consumo às categorias de classe social, estilos de vida e atualização do self permite aproximá-lo do conceito de governabilidade. Como estudo de caso, o site de relacionamentos Myspace.com. Palavras-chave: Sites de relacionamentos; consumo; Myspace.com. Resumen La construcción de perfiles, la adaptación de las páginas personales, y el compartimiento de bienes culturales en las redes sociales de Internet están transformando las relaciones entre subjetivación, cultura y consumo. La liberación progresiva de la asociación del consumo a las categorías de clases sociales, estilos de vida y auto-actualización permite aproximarlo al concepto de gobernabilidad. Se utiliza la red Myspace. com como estudio de caso. Palabras-clave: Red social; consumo; Myspace.com. Abstract Profiles construction, personal web pages customization and the sharing of cultural products over internet social network are changing the relations between subjectivation, culture and consumption. The continuous liberation of the association of consumption to the categories of social classes, lifestyles and self-actualization allows us to consider the self closer to the concept of governmentality. The network MySpace.com is taken as a case study. Keywords: Social networks; consumption; MySpace.com.

  12. Equipamento para medição do consumo de combustível em experimentos agrícolas

    OpenAIRE

    José Valdemar Gonzalez Maziero; Ila Maria Corrêa; Kiyoshi Yanai; João Floriano de Menezes

    1992-01-01

    É descrito e aferido (em condições de laboratório) um equipamento para medição de consumo de combustível para uso em experimentos com máquinas agrícolas. O medidor, construído com tubos-reservatórios de PVC, tubo de vidro graduado, tanque plástico de combustível e eletroválvulas (12 VCC), é ligado ao sistema de alimentação do trator com mangueiras de plástico de baixa pressão, controlando-se o fluxo de combustível mediante uma chave elétrica liga/desliga. Faz parte do conjunto um medidor de t...

  13. O Estímulo Local e o Consumo de Produtos Orgânicos em Botucatu, S.P.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Matheus Yalenti Perosa

    2011-06-01

    Full Text Available Este estudo teve como objetivo, avaliar as características de consumo de produtos orgânicos na cidade de Botucatu – SP, identificando, adicionalmente, como o desenvolvimento agro ecológico na região influencia o consumo de tais produtos. Foram entrevistados setenta consumidores através de um questionário estruturado, dividido em quatro blocos: (a perfil dos respondentes; (b tipo de produtos orgânicos consumidos pelos respondentes; (c local de compra de produtos orgânicos; e (d identificação das razões pelas quais o consumidor opta por este tipo de produto. As informações coletadas foram trabalhadas com estatística descritiva e análise fatorial. Os resultados mostram coerência com estudos realizados em outras localidades, indicando alto nível de escolaridade dos consumidores, preocupados com saúde e meio ambiente. Os resultados da pesquisa demonstraram que o consumidor de produtos orgânicos de Botucatu é fortemente preocupado com a reputação do produto, valorizando mecanismos de garantia da qualidade, marca, rotulagem, normas, rastreabilidade e certificação; a outras categorias de atributos como preço e acessibilidade. Foi identificado também que organismos institucionais contribuem com papel facilitador e viabilizador de movimentos favoráveis a esta categoria de produtos.

  14. Determinantes de hábitos alimentares em crianças de 0 a 4 anos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mari Saho

    1990-12-01

    Full Text Available Este trabalho tem como objetivo principal o estudo dos fatores que influenciam no hábito alimentar das crianças de 0 a 4 anos de idade, nas diversas frações de classes comparando-se com o estado nutricional das mesmas. Com base nos dados obtidos através da aplicação dos questionários e das entrevistas dirigidas às pessoas responsáveis pela alimentação da criança, foi possível efetuar algumas análises estatísticas e a interpretação dos discursos apresentados pelos informantes.

  15. Deterrência alimentar em Ascia monuste orseis Godart (Lepidoptera: Pieridae induzida por soluções homeopáticas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nilbe Carla Mapeli

    2015-04-01

    Full Text Available A couve, Brassica oleracea var. acephala, destaca-se entre as plantas hortícolas como sendo frequentemente atacada por pragas, dentre as quais o curuquerê da couve, Ascia monuste orseis (Godart, 1819 (Lepidoptera: Pieridae. O controle desse inseto tem sido feito com inseticidas. Na agricultura orgânica, o uso dos referidos produtos é proibido e já existem alguns casos em que agricultores estão substituindo-o, por outras alternativas menos danosas ao meio ambiente, como as soluções homeopáticas, substâncias apontadas como ferramentas para Agroecologia. Este trabalho teve por objetivo verificar se soluções homeopáticas proporcionam mecanismos de antibiose, como deterrência alimentar, em Ascia monuste orseis, em couve 'manteiga cv. Santo Antônio' e se podem ser utilizadas no controle de pragas. As soluções testadas foram: - Sulphur 12CH; Phosphorus 5CH; Magnesia carbonica 30CH; Ruta 5CH. A testemunha foi água destilada + álcool de cereais 70% 5CH. Para o preparo de cada solução, foram retirados 0,2 ml de cada preparado homeopático, adicionados a 200 ml de água destilada pulverizados nas folhas e nos solo dos vasos. As características analisadas foram peso de lagartas no início e no final do 4° instar; peso seco de pupa (biomassa incorporada, comprimento de lagarta no 4° instar, duração do ciclo ovo-adulto, percentagem de emergência de adultos, comprimento alar, fecundidade das fêmeas e valor nutritivo das couves tratadas. Sulphur 12CH pode ser recomendado como método alternativo eficiente no controle de A. monuste orseis. Todas as soluções homeopáticas, com exceção do Phosphorus 5CH, promoveram deterrência alimentar, mecanismo de antibiose, interferindo no ciclo biológico de A. monuste orseis.

  16. Interdisciplinary lifestyle therapy improves binge eating symptoms and body image dissatisfaction in Brazilian obese adults Terapia interdisciplinar de mudança do estilo de vida melhora sintomas de compulsão alimentar e insatisfação com a imagem corporal em adultos obesos brasileiros

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joana Pereira de Carvalho-Ferreira

    2012-01-01

    de mudança do estilo de vida sobre sintomas de compulsão alimentar, depressão, ansiedade, insatisfação com a imagem corporal e qualidade de vida em adultos obesos. MÉTODOS: Um total de 49 adultos obesos (índice de massa corporal = 37.35±5.82 kg/m²; idade = 44.14±10.00 anos participaram de um programa de redução de peso por 6 meses. Sintomas de compulsão alimentar, insatisfação com a imagem corporal, depressão, ansiedade e qualidade de vida foram avaliados por meio de questionários autoaplicáveis. O consumo alimentar foi avaliado utilizando-se um registro alimentar de 3 dias. Os dados foram analisados utilizando análise de variância (ANOVA. RESULTADOS: Os resultados da ANOVA mostraram uma redução nos sintomas de compulsão alimentar e na insatisfação com a imagem corporal. Os sintomas de depressão e ansiedade também diminuíram, e foi observado um aumento nos escores de qualidade de vida. Após a terapia, foi verificada melhora significativa no perfil nutricional, assim como significativa redução de peso. Foi observada uma correlação positiva entre a variação dos sintomas de ansiedade e o consumo de lipídios. Sintomas de compulsão alimentar apresentaram associação com sintomas de ansiedade e insatisfação com a imagem corporal, e a insatisfação com a imagem corporal se correlacionou positivamente com os sintomas de ansiedade nos homens. Nas mulheres, foi observada uma correlação positiva entre sintomas de depressão e de compulsão alimentar. CONCLUSÃO: A terapia interdisciplinar foi eficaz na promoção de mudanças físicas e psicológicas e proporcionou uma melhor qualidade de vida em adultos obesos.

  17. Consumo de medicamentos por idosos segundo prescrição médica em Jaú-SP

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    A. C. Marques

    2009-01-01

    Full Text Available

    Realizou-se este trabalho com o objetivo de conhecer as interações medicamentosas mais freqüentemente ocorridas no consumo de medicamentos por prescrição médica entre os idosos atendidos na rede municipal de saúde de Jaú-SP. Sabe-se que são os idosos que convivem mais freqüentemente com problemas crônicos de saúde, o que os leva a uma maior utilização de serviços de saúde e a um elevado consumo de medicamentos. Na presença de doenças concomitantes e na conseqüente prática da politerapia, aumenta a probabilidade de ocorrência de reações adversas e interações medicamentosas. A população estudada foi de 148 idosos com 65 anos ou mais, que compareceram à farmácia do Núcleo de Gestão Assistencial (NGA-25 da cidade de Jaú, no período de agosto a dezembro de 2004. Os dados foram coletados através da prescrição médica e as variáveis estudadas foram o sexo e a idade. Quanto aos medicamentos foram classificados, segundo a classe farmacológica e as interações medicamentosas.Como resultados observouse que consumo de medicamentos segundo o sexo foi de 3,8 medicamentos entre as mulheres e 3,9 entre os homens. Quanto a idade, o maior consumo foi no grupo de 75 a 84 anos, com 4,2 medicamentos. As classes terapêuticas mais prescritas, em ordem decrescente de ocorrência, foram: anti-hipertensivos, 25,0%, cardioterápicos, 15,5%, diuréticos, e antidiabéticos, 10,7%. Concluiu-se que as classes terapêuticas mais envolvidas com interações foram os cardioterápicos, diuréticos e antihipertensivos. Os princípios ativos mais problemáticos foram digoxina, amiodarona, furosemida, captopril, propranolol e nifedipina. Palavras-chave: Consumo medicamento, prescrição medicamento, idosos, interações medicamentos.

  18. Avaliação de um programa para promoção de hábitos alimentares saudáveis em escolares de Florianópolis, Santa Catarina, Brasil Evaluation of a program to promote healthy eating habits among schoolchildren in the city of Florianópolis, State of Santa Catarina, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristine Garcia Gabriel

    2008-09-01

    Full Text Available OBJETIVOS: avaliar os resultados de um programa de intervenção nutricional visando à promoção de hábitos alimentares saudáveis em escolares do ensino fundamental. MÉTODOS: estudo de intervenção não controlado desenvolvido com 162 escolares de terceira e quarta séries de duas instituições de ensino (pública e privada, em Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. O programa de educação nutricional de curta duração foi distribuído em sete encontros. Aplicou-se um questionário de consumo alimentar e aferiu-se peso e estatura antes e um mês após o término da intervenção. RESULTADOS embora não tenham sido detectadas mudanças no perfil nutricional dos escolares, percebeu-se na escola privada redução significativa nos percentuais de bolachas recheadas trazidas de casa pelos meninos e na escola pública aumentou significativamente o consumo da merenda escolar e aceitação por frutas. CONCLUSÕES: após a intervenção, verificou-se aumento da freqüência de algumas atitudes e práticas alimentares mais saudáveis. O tempo entre a conclusão do programa e a realização do segundo exame antropométrico pode não ter sido suficiente para provocar mudanças no índice de massa corporal. Essa experiência pode ser aplicada em outras instituições e, para sua maior efetividade, deve contar com a participação da comunidade escolar (especialmente pais e professores.OBJECTIVES: to describe the results of a nutrition intervention program aiming to promote healthy eating habits among schoolchildren. METHODS: an uncontrolled intervention study was conducted covering 162 schoolchildren from the 3rd and 4th grades of two educational institutions (public and private in the city of Florianópolis, Santa Catarina, Brazil. A short-term nutritional education program was run over the course of seven weekly meetings. An eating habits questionnaire was applied. Weight and height data were taken before and one month after the intervention

  19. Efeito de uma multimistura alimentar no estado nutricional relativo ao ferro em pré-escolares Effect of a multi-mixture in the nutritional status of preschool children regarding iron

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Ferreira da Rocha Sant'Ana

    2006-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o efeito do consumo de uma multimistura alimentar no estado nutricional relativo ao ferro em pré-escolares da rede municipal de ensino em Viçosa, MG. MÉTODOS: Participaram 36 crianças, distribuídas em três creches da cidade. Na creche A foram fornecidos produtos de panificação sem acréscimo de ferro. Na creche B, produtos acrescidos de sulfato ferroso em quantidade equivalente ao teor de ferro fornecido pelas preparações com multimistura oferecidas na terceira creche. Os produtos foram distribuídos pela manhã, durante 70 dias. Foram realizadas avaliações antropométricas, dietéticas e bioquímicas no início e no final do estudo, pelo teste "t" pareado a 5% de probabilidade, exceto para o hematócrito. Neste caso, os valores iniciais foram comparados aos finais pelo teste de Wilcoxon, a 5% de probabilidade. As análises foram feitas utilizando-se o programa Sistema de Análises Estatísticas e Genética, versão 5.0, da Universidade Federal de Viçosa. RESULTADOS: Não foi demonstrado efeito das diferentes fontes de ferro, dado que as creches suplementadas apresentaram redução dos níveis hematológicos avaliados, o que não ocorreu com a creche A (sem adição de ferro. CONCLUSÃO: O ferro fornecido como suplementação não alterou a ingestão dietética de ferro pelas crianças e nem melhorou os índices hematológicos avaliados, limitando as conclusões quanto à utilização da multimistura em estudo.OBJECTIVE: The purpose of this study was to evaluate the effect of a multi-mixture intake on the iron status of pre-school children from the municipal school network of Viçosa, Minas Gerais, Brazil. METHODS: Thirty-six children from three day nurseries of the city participated in the study. Day nursery A received bakery products not supplemented with iron. Day nursery B received bakery products supplemented with iron sulfate in the same amount as that present in multi-mixtures distributed in the third day

  20. Hábitos alimentares e fatores de risco para aterosclerose em estudantes de Bento Gonçalves (RS Dietary habits and risk factors for atherosclerosis in students from Bento Gonçalves (state of Rio Grande do Sul

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hosana Maria Speranza Cimadon

    2010-08-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A doença cardiovascular aterosclerótica inicia seu processo na infância precoce e é influenciada ao longo da vida por fatores genéticos e exposição ambiental a fatores de risco potencialmente modificáveis. OBJETIVO: Investigar a prevalência de fatores de risco para aterosclerose com ênfase nos hábitos alimentares em uma cidade de colonização predominantemente italiana. MÉTODOS: Estudo transversal de base populacional, envolvendo 590 estudantes do ensino fundamental com idades entre 9 e 18 anos, com amostra por conglomerado. Foram coletados: dados de identificação, história familiar e história pregressa, além das informações referentes à alimentação dos estudantes. Os hábitos alimentares considerados inadequados incluíram: consumo de fast food, guloseimas, bebidas açucaradas e gorduras de origem animal por quatro ou mais vezes por semana e frutas, hortaliças e leguminosas por menos de quatro vezes por semana. RESULTADOS: A prevalência de excesso de peso entre os estudantes foi 24,6% (n=145; pressão arterial elevada, 11,1% (n=65; tabagismo passivo, 35,4% (n=208; estilo de vida sedentário, 52,3% (n=306; história familiar doenças 1º grau: hipertensão arterial sistêmica, 21,4% e obesidade, 36,5%. Alimentos consumidos por quatro ou mais vezes por semana: fast food, 70,3% (n=411; guloseimas, 42,7% (n=252; bebidas açucaradas, 71% (n=419; e gorduras de origem animal, 24,4% (n=143. Alimentos consumidos por menos de quatro vezes por semana: frutas, 36,8% (n=215; hortaliças, 49,5% (n= 292 e leguminosas, 63,7% (n=374. CONCLUSÃO: São necessárias intervenções que promovam mudanças nos hábitos alimentares dos estudantes: maior consumo de frutas, hortaliças e leguminosas e aumento do nível de atividade física.BACKGROUND: Atherosclerotic cardiovascular disease begins its process in early childhood and is influenced throughout life by genetic factors and environmental exposure to potentially modifiable

  1. Estado nutricional, hábitos alimentares e conhecimentos de nutrição em escolares Nutritional status, knowledge of nutrition and food habits in school children

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Labronici Bertin

    2010-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: Associar o estado nutricional com os hábitos alimentares e conhecimentos em nutrição de escolares da cidade Indaial, Santa Catarina. MÉTODOS: Foi avaliado o estado nutricional de 259 escolares com idades entre oito e dez anos, selecionados aleatoriamente dentre os alunos matriculados na 3ª e 4ª série da rede pública de ensino da cidade de Indaial, SC, no ano de 2009, fornecido pela Gerência Regional de Ensino. A avaliação e classificação do estado nutricional foram realizadas pelo índice de massa corpórea (IMC, sendo comparado às curvas propostas pela Organização Mundial da Saúde (2007. Os hábitos alimentares e conhecimentos em nutrição foram avaliados por meio de questionário autoadministrado e classificados pela somatória de pontos, que variou de sete a 28 pontos para hábitos alimentares (maus, bons e ótimos e de zero a 12 pontos para os conhecimentos em nutrição (ruins, bons e ótimos. Realizou-se teste de qui-quadrado e regressão logística binária, sendo significante pOBJECTIVE: To study the association between nutritional status with dietary habits and nutrition knowledge of students in the municipality of Indaial, in the Brazilian state of Santa Catarina. METHODS: This cross-sectional study evaluated the nutritional status of 259 children aged between eight and ten years old. Children were randomly selected among the 3rd and 4th grades students of elementary public schools of the city. The evaluation and classification of their nutritional status were based on the body mass index (BMI and compared to growth charts proposed by the World Health Organization (2007. Dietary habits and nutrition knowledge were analyzed by a self-assessed questionnaire and classified in bad, good or excellent according to the obtained score. Statistical analysis included the chi-square test and binary logistic regression, being significant p<0.05. RESULTS: Among the 256 studied students, 63% had adequate weight for age

  2. Consumo e digestibilidade aparente em bezerros da raça holandesa alimentados com dietas contendo diferentes níveis de volumoso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Dias Signoretti

    1999-02-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de diferentes níveis de volumoso nas dietas sobre os consumos e as digestibilidades aparentes de matéria seca (MS, matéria orgânica (MO, proteína bruta (PB, extrato etéreo (EE, fibra em detergente neutro (FDN, carboidratos totais (CHOT e energia bruta (EB e sobre os consumos de nutrientes digestíveis totais (NDT. Trinta e cinco bezerros da raça Holandesa puros por cruzamento, não-castrados, com idade média de 60 dias e peso vivo inicial de 78 kg, foram distribuídos em delineamento inteiramente casualizado, com nove repetições por dieta, exceto para a dieta com 10% de volumoso, com oito repetições. Os animais foram alimentados à vontade com dietas contendo níveis de 10, 25, 40 e 55% de volumoso, na base da MS, usando-se feno de capim coast-cross (Cynodon dactylon, fubá de milho e farelo de soja, os quais constituíram dietas com aproximadamente 16% de PB. O óxido crômico foi usado para obtenção das estimativas dos fluxos de MS fecal. Os carboidratos totais foram obtidos por 100 - (%PB + %EE + %Cinzas. O consumo de NDT foi obtido por (cPB - PBf + 2,25 (cEE - EEf + (cCHOT - CHOTf, em que c significa consumo e f, excreção fecal. Não houve efeito dos níveis de volumoso nas dietas sobre os consumos de MS e MO (kg/dia, % PV e g/kg0,75 e de PB e CHOT (kg/dia e % PV. O consumo de FDN (kg/dia, %PV e g/kg0,75 aumentou, enquanto o consumo de EE e NDT (em kg/dia e %PV reduziu linearmente em função dos níveis de volumoso na dieta. Houve efeito linear decrescente sobre as digestibilidades aparentes de MS, MO, PB, EE, CHOT e EB, em função do aumento dos níveis de volumoso nas dietas, enquanto a digestibilidade aparente da FDN não foi influenciada. Os consumos de EE, FDN e NDT e as digestibilidades aparentes de MS, MO, EE, PB, CHOT e EB foram influenciados pelos níveis de volumoso nas dietas.

  3. Factors associated with stages of change for red meat and vegetable intake by Japanese-Brazilians Fatores associados aos estágios de mudança para o consumo de carnes vermelhas, verduras e legumes em nipo-brasileiros

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patricia Barbieri

    2009-07-01

    Full Text Available Stages of change assess individual motivation for lifestyle changes, contributing to the development of more effective intervention strategies. The objective of the present study was to identify factors associated with stages of change for lower intake of red meat and higher intake of vegetables in a cross-sectional analysis of 578 Japanese-Brazilians aged 30-90 years. In adjusted logistic regression models, the odds ratios for women (OR = 1.89; 95%CI: 1.154; 3.103 and physically active individuals (OR = 1.00; 95%CI: 1.000; 1.001 were positively associated with stage of "action" for the higher intake of vegetables. Inverse associations were observed between central obesity (OR = 0.5; 95%CI: 0.351; 0.887 and highest tertile of red meat intake (OR = 0.50; 95%CI: 0.302; 0.817, as well as a positive association between age (OR = 1.04; 95%CI: 1.020; 1.070 and the stage of "action" to the lower intake of meat were verified. Motivation for Japanese-Brazilians to change their food intake was linked to lifestyle. Stage of change is an important factor in mediating food intake behavior change.Os estágios de mudança avaliam a motivação individual em alterar hábitos de vida, contribuindo para a elaboração de estratégias de intervenção mais efetivas. O objetivo do presente estudo foi identificar fatores associados aos estágios de mudança para a motivação ao menor consumo de carnes vermelhas e maior consumo de hortaliças em análise transversal conduzida entre 578 nipo-brasileiros, idades entre 30-90 anos. Em modelos de regressão logística ajustados verificou-se maior odds ratio entre participantes do sexo feminino (OR = 1,89; IC95%: 1,154; 3,103 e praticantes de atividades físicas (OR = 1,00; IC95%: 1,000; 1,001 para o estágio de "ação" para maior consumo de hortaliças. Verificou-se relação inversa entre presença de obesidade abdominal (OR = 0,56; IC95%: 0,351; 0,887, maior tercil de consumo de carnes vermelhas (OR = 0,50; IC95%: 0

  4. Consumo abusivo de álcool e envolvimento em acidentes de trânsito na população brasileira, 2013

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giseli Nogueira Damacena

    Full Text Available Resumo O objetivo deste artigo é analisar o consumo abusivo e frequente de álcool segundo características sociodemográficas e investigar o risco de maior envolvimento em acidentes de trânsito, utilizando dados da Pesquisa Nacional de Saúde, 2013, Brasil. Eventos investigados: consumo abusivo e frequente de álcool (ingestão semanal igual ou superior de 8 doses para mulheres e 15 para homens por semana e envolvimento em acidente de trânsito com lesões corporais nos últimos 12 meses. Os dois eventos foram investigados segundo características sociodemográficas e a associação entre eles verificada por meio de regressão logística multivariada. A prevalência do consumo abusivo e frequente de álcool foi 6,1% para a população de 18 anos ou mais, sendo 8,9% entre os homens e 3,6% entre as mulheres. A prevalência de envolvimento em acidente de trânsito foi 3,1% na população geral e 6,1% entre os que referiram consumo abusivo e frequente de álcool. Após o controle por fatores sociodemográficos o consumo abusivo e frequente de álcool manteve associação estatisticamente significativa com o acidente de trânsito. Com o maior risco de envolvimento em acidentes de trânsito dentre os indivíduos que referiram consumo abusivo e frequente de álcool, monitorar a alcoolemia dos motoristas passa a ser uma possibilidade estratégica de intervenção.

  5. Epidemiologia do consumo de medicamentos em crianças de centro urbano da região sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Béria Jorge U.

    1993-01-01

    Full Text Available Foram investigados os padrões do consumo de medicamentos em uma coorte de 4.746 crianças de Pelotas, RS, Brasil e as influências de variáveis socioeconômicas, biológicas e de utilização de serviços de saúde. O delineamento foi transversal aninhado em estudo longitudinal e o período investigado foi 15 dias. O consumo global alcançou 56% das crianças, sendo mais de 50% em todas as classes sociais. Os medicamentos mais utilizados foram ácido acetil salicílico, vitaminas com sais minerais, associações antigripais, mebendazole e estimulantes do apetite. Mais de 60,0% dos medicamentos eram indicados por médicos (inclusive dipirona e estimulantes do apetite. Os principais motivos do consumo foram gripe, febre e falta de apetite. Ser primogênito foi fator de risco para o consumo. As crianças com pouco apetite na semana anterior consumiam duas vezes mais do que aquelas com bom apetite. É preocupante o alto consumo de aspirina, principalmente devido à associação desse produto com a Síndrome de Reye em crianças. Outro ponto a ser questionado a respeito é a mensagem que talvez inadvertida ou inconscientemente possa estar sendo passada a essas crianças: o consumo de medicamentos é uma rotina e a resposta para qualquer problema. Nesse sentido, parece que se estará preparando o terreno para a dependência de medicamentos e drogas ilícitas.

  6. Correlation of nutritional status and food intake in hemodialysis patients Correlação entre estado nutricional e ingestão alimentar em pacientes de hemodiálise

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alvaro A. C. Morais

    2005-06-01

    nutricional com ingestão alimentar, um estudo prospectivo foi realizado com pacientes ambulatoriais. MÉTODOS: Doentes estáveis sibmetidos a hemodiálise crônica por no mínimo 3 meses (n= 44 foram investigados mediante recordatório alimentar e determinações convencionais antropométricas, bioquímicas e de bioimpedância , incluindo-se avaliação global subjetiva e também objetiva. A idade do grupo era de 47.0 ± 16.9 anos com 63.6% de homens. O índice de massa corporal situava-se em 22.2 ± 3.9 kg/m2, a ingestão calórica foi de 1471 ± 601 kcal/dia (20.7 ± 6.7 kcal/kg/dia e o consumo proteico atingiu 74.3 ± 16.6 g proteina/dia (1.2 g/kg/dia . As variáveis dietéticas e clínicas foram correlacionadas com os índices nutricionais através da análise de regressão linear. RESULTADOS: A desnutrição estimada pela avalia;áo global subjetiva foi muito comum (>90%, apesar de que o índice de massa corporal e a taxa de albumina estavam aceitáveis na maioria da população. A avaliação objetiva global evidenciou resultados numericamente parecidos, com 6,8% bem nutridos, 61,4% com risco nutricional ou desnutrição leve, 29,6% no patamar moderado e 2,3% exibindo desnutrição grave. O ganho calórico total não apresentou associações, todavia ingressos de proteina, carboidratos e lípides se correlacionaram positivamente com a prega cutânea do tríceps (P=0.02. Apenas a ingestão lipídica associou-se diretamente com a circunferência do braço, demonstrando ainda correlação com o índice de massa corporal bem como com a gordura corpórea total (bioimpedância (P<0.001. CONCLUSÕES: 1 0s teores de proteinas, lípides e carboidratos na dieta exibiram um certo número de correlações com variáveis antropométricas e de bioimpedância; 2 A ingestão lipídica foi o melhor índice nesta experiência, ultrapassando a proteina ou o ganho energético total; 3 Em que pesem algumas limitações, o recordatório alimentar foi útil na avaliação destes pacientes de

  7. Efeito de um programa misto de intervenção nutricional e exercício físico sobre a composição corporal e os hábitos alimentares de mulheres obesas em climatério The effects of a mixed program of nutritional intervention and physical exercise on body composition and feeding habits of obese climacteric women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rita de Cássia de Assunção Monteiro

    2004-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Foi avaliar o efeito de programa misto de intervenção nutricional e exercício físico sobre a composição corporal e hábitos alimentares de mulheres obesas em climatério. MÉTODOS: Trabalhou-se com 2 grupos de 15 pessoas por 40 semanas: Grupo Dieta (intervenção nutricional e Grupo Exercício (intervenção nutricional e exercício. RESULTADO: As reduções do peso (-2,3kg para Grupo Dieta e -5,3kg para o Grupo Exercício e da circunferência da cintura (-4,8cm para Grupo Dieta e -7,6cm para Grupo Exercício, foram maiores para o Grupo Exercício. Foi verificada evolução positiva na classificação do Índice de Massa Corporal para ambos os grupos, sendo que o Grupo Exercício respondeu melhor ao tratamento. O padrão alimentar foi considerado monótono e com baixo consumo de alimentos regionais. CONCLUSÃO: O programa foi efetivo para perda de peso, em maior intensidade na presença de exercício. A educação alimentar proposta foi capaz de acarretar mudanças nos hábitos alimentares.OBJECTIVE: The effects of a mixed program of nutrition intervention and physical exercise on body composition and feeding habits were evaluated in obese climacteric women. METHODS: Thirty participants were randomly assigned in 2 groups during 40 weeks: Diet Group (nutritional intervention and Exercise Group (nutritional intervention and exercise. RESULTS: Weight reductions (Diet Group 2,3kg/Exercise Group -5,3kg and waist circunference (Diet Group -4,8cm/Exercise Group 7,6cm were greater in Exercise Group. A positive evolution was noticed in the Body Mass Index in both groups, with Exercise Group having better answer to treatment. It was observed a monotonous feeding pattern and low compliance to the consumption of regional typical foods. CONCLUSION: We concluded that the program was effective for weight loss at a higher intensity in the presence of exercise and the feeding education was able to modify the feeding habits.

  8. Influência da ingestão de biomassas de spirulina (Arthrospira sp. sobre o peso corporal e consumo de ração em ratos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Araújo Kátia Gomes de Lima

    2003-01-01

    Full Text Available Neste trabalho verificou-se a influência do consumo de biomassas provenientes de três diferentes origens sobre o peso corporal e consumo de ração em ratos Wistar, machos e adultos. Grupos que consumiram 5% ou 10% (p/p da biomassa foram comparados com um controle. A biomassa I não promoveu diferença significativa no consumo de ração ou peso corporal dos três grupos. A biomassa II não causou diferença significativa no peso corporal, mas sim no consumo de ração. A biomassa III não causou diferença significativa no consumo de ração, nem no peso corporal, mas houve tendência de maior ganho de peso para o grupo que consumiu a ração contendo 10% de spirulina. Os resultados obtidos indicam que diferentes biomassas podem apresentar diferentes propriedades, mas não confirmam a alegação de que a spirulina pode levar a diminuição de peso ou de consumo de alimento.

  9. ENTRE DESEJOS E POSSIBILIDADES: PRÁTICAS ALIMENTARES DE GESTANTES EM UMA COMUNIDADE URBANA NO SUL DO BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carolina Frescura Junges

    2014-01-01

    Full Text Available estudio cualitativo, cuyo objetivo fue comprender las prácticas alimentarias de embarazadas que viven en una comunidad urbana al sur de Brasil. El método adoptó el abordaje de la etnoenfermería y la recolección de datos ocurrió a partir de un guión habilitador Observación-Participación-Reflexión, con cuatro embarazadas. El análisis etnográfico fue realizado en concomitancia con la recolección de datos, buscando temas que mantuvieran las interrogaciones de investigación. Los resultados permitieron revelar los significados culturales que las embarazadas atribuyeron a los saberes y a las prácticas alimentares, destacando las influencias de historia familiar y las relaciones sociales existentes en la comunidad. La percepción de los cambios corporales bajo la óptica de las embarazadas está relacionada a las elecciones alimentarias. Los profesionales enfermeros que ayuden a las embarazadas, al valorar las dimensiones del cuidado cultural, se aproximan de la familia y la comunidad, permitiendo una mejor adhesión al pre natal y promocionando acciones educativas coherentes con la cultura de estas gestantes.

  10. Correção de medidas de associação pela variação do dia a dia no consumo alimentar: avaliação do desempenho por meio de simulação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliseu Verly-Jr

    Full Text Available O uso de um ou poucos recordatórios de 24 horas (R24h como medida da exposição dietética em modelos para estimar o efeito do alimento sobre um desfecho leva à atenuação da medida de associação e redução do poder do teste. Isso ocorre em função da variação dia a dia no consumo. A medida de associação pode ser corrigida por meio de calibração, e requer pelo menos uma repetição do R24 horas em uma subamostra da população de estudo. No entanto, seu desempenho e precisão dos coeficientes corrigidos podem variar de acordo com as características do estudo em que é aplicada. O objetivo deste trabalho é avaliar o desempenho da correção em diferentes cenários de pesquisa em relação à estimativa da medida de associação e sua precisão. Foi simulada população (n = 1.000 com informação sobre consumo de um alimento referente a 200 dias, e um desfecho com uma associação definida com o consumo usual (média dos 200 dias de consumo. Os cenários avaliados foram: (a 100%, 60%, 40% e 20% da amostra com 2 dias de consumo; (b indivíduos com 2, 3, 4 e 5 R24h; e (c população com 1.000, 600 e 300 indivíduos. Os coeficientes foram estimados para 300 combinações aleatórias de dias de consumo; coeficientes corrigidos médios foram semelhantes ao verdadeiro coeficiente. A precisão foi menor em todos os cenários: a probabilidade de encontrar uma associação significativa (sendo ela verdadeira variou de 0,47 a 0,29 (100% a 20% com repetição, respectivamente; 0,47 a 0,78 (2 a 5 dias; e 0,47 a 0,15 (1.000 a 300 indivíduos.

  11. Estado nutricional de vitaminas A e D em crianças participantes de programa de suplementação alimentar

    OpenAIRE

    Aline Yukari Kurihayashi; Rosangela Aparecida Augusto; Fernanda Martins Dias Escaldelai; Lígia Araújo Martini

    2015-01-01

    Foram avaliados as concentrações séricas de vitaminas A e D e os fatores associados em crianças beneficiárias de programa de distribuição de leite fortificado, sendo utilizados modelos de regressão linear múltiplos com seleção hierárquica de variáveis independentes (condição sociodemográfica, de saúde, alimentação, amamentação, consumo do leite fortificado, exposição solar, antropometria, retinol e calcidiol séricos). Foram consideradas insuficiência e deficiência de vitamina A e de vitamina ...

  12. Avaliação do ganho compensatório em novilhos mestiços Holandês-Gir: consumo e desempenho Evaluation of compensatory growth in crossbred Holstein-Gyr steers: intake and performance

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Augusto de Alencar Fontes

    2007-06-01

    Full Text Available Avaliou-se a influência da restrição alimentar durante um período de pastejo de 104 dias (fase 1 sobre o consumo e a conversão alimentar, o conteúdo de digesta no trato gastrintestinal e os ganhos de peso corporal, da carcaça e dos constituintes não-carcaça em bovinos durante o período de realimentação em confinamento (fase 2. Foram utilizados 39 novilhos mestiços Holandês-Gir, com idade inicial de 19,3±5,1 meses e 202,0±49,1 kg de PV, distribuídos em três grupos segundo o regime alimentar proposto: controle - pastejo ad libitum na fase 1 e ração ad libitum na fase 2 (nove animais; ganho compensatório - pastejo restrito na fase 1 e ração ad libitum na fase 2 (15 animais; mantença - pastejo restrito na fase 1 e níveis de proteína e energia 15% acima da mantença na fase 2 (15 animais. Nos dias 1, 28, 56, 84 e 112 de confinamento, foram abatidos três animais do regime ganho compensatório e três do regime de mantença. Nos dias 1, 28 e 112, foram igualmente abatidos três animais do grupo controle. Em comparação aos animais do grupo controle, os novilhos do ganho compensatório ganharam mais peso corporal durante os primeiros 28 dias de confinamento (ganharam mais peso dos constituintes não-carcaça, porém, não diferiram quanto ao ganho de peso da carcaça. Após o início do confinamento, com a ingestão de alimentos concentrados, verificou-se redução contínua do conteúdo de digesta (em % PV nos animais dos três regimes de alimentação, mas não foi observada diferença entre os regimes de alimentação. Nos grupos controle e ganho compensatório, os 28 dias iniciais de confinamento constituíram o período de melhor conversão alimentar, pois coincidiram com o período de maior consumo por unidade de tamanho metabólico e em porcentagem do peso vivo.The objective of this trial was to evaluate the effect of feed restriction during a grazing period of 104 days (phase I on intake, feed conversion, and digesta

  13. Impacto da redução do teor de sódio em alimentos processados no consumo de sódio no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Amanda de Moura Souza

    2016-01-01

    Full Text Available Resumo O objetivo do presente estudo foi avaliar o potencial impacto da redução do teor de sódio em alimentos processados no consumo médio de sódio na população brasileira. Um total de 32.900 participantes do primeiro Inquérito Nacional de Alimentação (2008-2009, com 10 anos e mais de idade, que forneceram dados de dois dias de consumo foram avaliados. As metas de redução de sódio pactuadas pelo Ministério da Saúde em 2010 e 2013 foram utilizadas como referência para determinar o teor máximo de sódio em 21 grupos de alimentos processados. Os resultados indicam que as metas de redução de sódio em alimentos processados têm pequeno impacto no consumo médio de sódio na população brasileira. Em 2017, a redução média esperada é de 1,5%, ficando os valores de consumo médio de sódio ainda acima do limite máximo recomendado de 2.000mg/dia. Portanto, dificilmente será possível alcançar a redução necessária no consumo de sódio no Brasil a partir de acordos voluntários nos moldes dos que aconteceram até o momento.

  14. Conhecimento dos graduandos de nutrição e enfermagem quanto ao consumo de corantes alimentares e seus efeitos adversos à saúde Knowledge of nursing and nutrition graduate students on the consumption of food colorings and their adverse health effects

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Julia Nascimento Teles

    2016-10-01

    Objetivo: Evaluar la función intestinal de la clientela adulta atendida, asociándolos a los factores de riesgo, a partir de datos obtenidos en el Programa Fábrica de Cuidados. Métodos: Fueron seleccionadas 377 historias clínicas de adultos de ambos sexos. De estas, 48 presentaban el relato de constipación intestinal. Fueron colectadas variables sociodemográficas, de consumo alimentar y estilo de vida. Resultados: La prevalencia de constipación fue de 12,7%, con predominancia del sexo femenino de 89,6%. Se observó un bajo consumo de fibras, donde 69,7% y 66,7% de los pacientes constipados no consumían diariamente frutas/jugos y hortalizas A y B, respectivamente. Sobre el diagnóstico nutricional, 58,3% del grupo presentó IMC superior a 25. La ingestión hídrica, 31,2% consumían por lo menos 08 vasos/día. El sedentarismo fue predominante en el grupo (62%, además 60,4% substituían las principales refecciones por aperitivos. Conclusión: El perfil de la población en relación a los factores en estudio, justifica la alta prevalencia de la constipación. Descriptores: Constipación Intestinal, Adultos, Fibras, Estilo de vida.

  15. Influência de fatores afetivos, antropométricos e sociodemográficos sobre o comportamento alimentar em jovens atletas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo de Sousa Fortes

    2012-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: O objetivo do estudo foi analisar a influência de diversos fatores sobre o comportamento alimentar inadequado (CAI em jovens atletas femininas. MÉTODOS: Participaram 116 esportistas. Avaliou-se o CAI mediante aplicação do Eating Attitudes Test (EAT-26. A insatisfação corporal e o comprometimento psicológico ao exercício foram avaliados pelo Body Shape Questionnaire e pelo Commitment Exercise Scale, respectivamente. O nível econômico foi obtido pelo "Critério de Classificação Econômica Brasil". Aferiram-se peso e estatura para calcular o índice de massa corporal (IMC e dobras cutâneas para estimar o percentual de gordura. Conduziu-se regressão linear múltipla utilizando o software SPSS 17.0 e adotando nível de significância de 5%. RESULTADO: A insatisfação corporal, seguida do percentual de gordura, foram as únicas variáveis que modularam as pontuações do EAT-26. Contudo, o modelo de regressão linear múltipla explicou um terço da variância do CAI nessas esportistas. CONCLUSÃO: Concluiu-se que o CAI de atletas femininas foi influenciado basicamente pela insatisfação corporal.

  16. Método simplex supermodificado como estratégia de otimização para respostas combinadas em sistemas alimentares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    SILVA Rosângela Aguilar da

    2000-01-01

    Full Text Available O presente trabalho teve como objetivo combinar modelagem pela superfície de resposta com otimização simplex supermodificado, para tratamento de casos de interesse na ciência e tecnologia de alimentos, com o emprego da função de Derringer & Suich para respostas combinadas. Um programa para microinformática, denominado MULTIPLEX, foi desenvolvido e testado na otimização multirresposta de três sistemas alimentares selecionados na literatura especializada: 1 inativação da lipoxigenase e lipase preservando-se a atividade da fitase durante o processamento hidrotérmico da cevada; 2 desidratação instantânea de maçã por expansão; 3 extração da proteína da linhaça com hexametafosfato. Uma análise estatística rigorosa foi realizada para testar a capacidade preditiva dos modelos. O método simplex supermodificado, com inicialização automática, foi o instrumento para a solução numérica da função de Derringer & Suich para respostas combinadas. O programa desenvolvido mostrou ser eficiente e confiável para a otimização de multirrespostas, sendo executável em microcomputador que disponha de processador 486 e ambiente MS-DOS.

  17. Informação em saúde: produção, consumo e biopoder

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cléber Domingos Cunha da Silva

    2013-10-01

    Full Text Available Este trabalho objetiva suscitar desconfianças ao valor atribuído à verdade médica presente na literatura biomédica. Tomou-se como exemplo a temática da proteção das práticas sexuais e recorreu-se às obras de pensadores como Nietzsche, Baudrillard, Bourdieu e, principalmente, Michel Foucault, a fim de pensarmos que a elaboração e o emprego de informações em saúde podem ser interpretados como práticas constitutivas de uma política que articula dinamicamente peritos e não peritos à verdade médica, constitutiva de uma moralidade que se apoia na produção e consumo dessa verdade. Uma política, denominada por Foucault de biopolítica, capaz de estabelecer modos de viver onde o exercício do pensamento parece não ser tão "recompensador", onde práticas de mando e de obediência a si são mediadas pela informação em saúde. Nesta perspectiva médicos e não médicos foram seduzidos pela vontade de atingir a verdade, de modo que se verifica o empenho de todos na produção e consumo de enunciados que acreditam poder prolongar a vida e salvá-la do adoecer; discursos cultivados no mercado de uma sociedade midiática, onde o controle dos indivíduos pela informação produz subjetividades que se ancoram no binômio: verdade médica-capital.

  18. Consumo de roupas: uma explica??o pautada em vari?veis psicol?gicas, processos impl?citos e influ?ncia publicit?ria

    OpenAIRE

    Mendes, Lu?s Augusto de Carvalho

    2014-01-01

    Compreender o que motiva os comportamentos de consumo tem sido um dos focos de interesse de ?reas como o Marketing e a Psicologia. Neste sentido, o objetivo desta tese foi conhecer em que medida o consumo de roupas pode ser explicado por vari?veis psicol?gicas individuais (Valores Humanos, Julgamento e Significado do Produto, Necessidade de Cogni??o e Desejabilidade Social), por aquelas relacionadas ? roupa (Preocupa??o com a Apar?ncia, Envolvimento com a Roupa, Engajamento na Compra de Roupa...

  19. Consumo alimentar da população adulta segundo perfil sócio-econômico e demográfico: Projeto Bambuí Food intake according to socioeconomic and demographic profile: the Bambuí Project

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Élido Bonomo

    2003-10-01

    Full Text Available Foi realizado inquérito nutricional em amostra probabilística de 546 indivíduos (idade > 18 anos, residentes na cidade de Bambuí (15 mil habitantes, Minas Gerais, Brasil, utilizando-se o Questionário Semiquantitativo de Freqüência Alimentar (QSFA. A mediana de ingestão calórica entre mulheres e homens foi de 2.807 e 3.775kcal, respectivamente. Homens ingeriram quatro vezes mais álcool que mulheres e estas, mais carboidratos, fibras e ácidos graxos polinsaturados (AGP. A distribuição de proteínas (15%, carboidratos (57% e lipídios (28% foi adequada. As proporções médias de inadequação da participação de lipídios, ácidos graxos saturados (AGS, AGP e colesterol na energia total foram, respectivamente, 36%, 50% e 90%, sendo mais pronunciadas entre os homens. A ingestão de lipídios, AGS e AGP, entre mulheres, e de lipídios e AGS entre homens, aumentou de acordo com a renda. A ingestão de AGP e fibras e a relação AGP/AGS estavam abaixo do recomendado nos dois gêneros. A dieta apresentou proporções de inadequação diferenciais, sugerindo possíveis agregados de risco à saúde da população para doenças cardiovasculares.A nutritional survey was performed in a random sample of 546 individuals (ages 18 and over in a city named Bambuí (15,000 inhabitants in Minas Gerais State, Brazil, using the Semi-Quantitative Food Frequency Questionnaire (SFFQ. Median calorie intakes for women and men were 2,807 and 3,775kcal, respectively. Men consumed four times more alcohol than women, and women consumed more carbohydrates, fiber, and polyunsaturated fatty acids (PUFA. The relative consumption of proteins (15%, carbohydrates (57%, and lipids (28% were adequate in both genders. The average proportions, for all participants, of an inadequate share of lipids, saturated fatty acids (SFA, PUFA, and cholesterol in the total calorie intake were, respectively, 36%, 90%, and 50%, and were more pronounced in men than in women. The lipid

  20. Revisão dos métodos empregados na avaliação da dimensão corporal em pacientes com transtornos alimentares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bianca Elisabeth Thurm

    2011-01-01

    Full Text Available Objetivo: O presente artigo analisou os métodos de avaliação da percepção da dimensão corporal abordados na literatura científica. Método: Foram utilizadas a palavra-chave "body image" e a combinação desta com os termos "size perception" e "size estimation", nas bases de dados Medline, Bireme, EBSCO e SCOPUS, para o levantamento científico. O período considerado para essas buscas foi de 1975 a 2010. Resultados: Foram encontrados quatro métodos que avaliam e quantificam a percepção dimensional do corpo, aplicando-se um índice de percepção da dimensão corporal. Os métodos diferem em sua forma de execução, utilização de instrumentos, uso ou não de feedback visual por parte do avaliado, utilização de estímulo tátil ou não para gerar a resposta do avaliado. Conclusão: O Image Marking Procedure (IMP mostrou-se apropriado para a avaliação da dimensão corporal nos distúrbios alimentares, pela possibilidade de avaliar o grau de distorção corporal e dos segmentos corporais específicos sem a interferência visual, cognitiva e qualquer referencial externo comparado aos outros testes que mostraram limitações quanto a esses aspectos. Sugere-se que ele seja utilizado em futuras pesquisas que avaliem o aspecto dimensional da percepção corporal.

  1. Insegurança alimentar e indicadores antropométricos, dietéticos e sociais em estudos brasileiros: uma revisão sistemática

    OpenAIRE

    Morais,Dayane de Castro; Dutra,Luiza Veloso; Franceschini,Sylvia do Carmo Castro; Priore,Silvia Eloiza

    2014-01-01

    Objetivou-se nesta revisão sistemática relacionar situação de insegurança alimentar, detectada pela Escala Brasileira de Insegurança Alimentar (EBIA), com indicadores antropométricos, dietéticos e sociais. Realizou-se busca em bases eletrônicas (ScieLO, LILACS, MEDLINE), com seleção dos estudos pelos títulos e resumos, e posteriormente por leitura integral. Incluiu-se estudos identificados nas referências bibliográficas. Dos 215 revisados, 15 contemplaram critérios de inclusão (associação ent...

  2. Identificação de regiões genômicas e genes candidatos posicionais e funcionais para características de eficiência alimentar em bovinos da raça Nelore

    OpenAIRE

    Priscila Silva Neubern de Oliveira

    2014-01-01

    Esta tese foi dividida em três capítulos para melhor compreensão dos experimentos realizados. O primeiro capítulo refere-se a uma breve Revisão de Literatura, com os principais conceitos e justificativas para a realização deste trabalho. O segundo capítulo aborda a estratégia de genes candidatos posicionais e funcionais para características de eficiência alimentar na raça Nelore e o terceiro capítulo apresenta um estudo de associação genômica ampla para características de eficiência alimentar...

  3. Relação entre a linfopenia e a persistência da papilomatose alimentar em bovinos intoxicados crônica e espontaneamente por samambaia (Pteridium aquilinum

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eduardo K Masuda

    2011-05-01

    Full Text Available Papilomavírus bovino tipo 4 (BPV-4 é responsável pelo desenvolvimento de papilomas no trato alimentar superior (TAS de bovinos. Os passos necessários para o crescimento, o desenvolvimento e a regressão dos papilomas estão intimamente relacionados com o estado imunológico do animal. A ingestão de samambaia (Pteridium aquilinum tem sido relacionada como o principal fator envolvido na persistência da infecção pelo BPV-4 no TAS. A teoria que estabelece a relação entre papilomatose alimentar e a formação de CCEs sugere a produção de um estado imunossupressivo crônico pela planta, permitindo a persistência dos papilomas no TAS. Os papilomas serviriam então como sítios de desenvolvimento dos CCEs através da interação entre as proteínas do BPV-4 e os carcinógenos da samambaia. O objetivo deste estudo foi avaliar a relação entre a quantidade de linfócitos circulantes e a papilomatose alimentar em casos de intoxicação espontânea crônica por P. aquilinum em bovinos com CCE no TAS. Quarenta bovinos com CCEs no TAS foram avaliados quanto à idade, à intensidade da papilomatose alimentar no TAS e ao leucograma. Três bovinos tinham leucopenia e um apresentava neutrofilia. A média de linfócitos foi de 5.395 (±1.696 na papilomatose leve, 4.560 (±1.561 na moderada e 5.007 (±1.786 na acentuada. Não houve diferença estatisticamente significativa entre o grau de papilomatose, a idade e a quantidade de linfócitos circulantes. Imunossupressão por linfopenia foi um achado esporádico (três casos neste estudo. Os resultados indicam que a persistência da papilomatose alimentar em casos espontâneos de intoxicação crônica por samambaia em bovinos não tem relação com a quantidade de linfócitos circulantes e que talvez esteja relacionada a outros fatores imunológicos.

  4. Prevalência de alergia alimentar em lactentes das escolas municipais de educação infantil de Uberlândia, MG

    OpenAIRE

    Gonçalves, Luciana Carneiro Pereira

    2013-01-01

    Alergia alimentar é o termo usado para designar o grupo de reações adversas a alimentos, que envolvem mecanismos imunológicos e ocorrem de forma reprodutível à exposição de um dado alimento. Apesar de vários estudos apontarem o aumento expressivo dos casos de alergia alimentar no mundo nas últimas décadas, a real prevalência permanece desconhecida e estima-se que afete 6 a 8% das crianças. O alimento mais prevalente associado à alergia alimentar é o leite de vaca, atingindo 2 a...

  5. Consumo de drogas: concepções de familiares de estudantes em idade escolar

    OpenAIRE

    Tatiana Brusamarello; Mariângela Sureki; Dayane Borrile; Hellen Roehr; Mariluci Alves Maftum

    2008-01-01

    Investigación cualitativa, exploratoria realizada en periodo de agosto de 2005 a junio de 2007, en escuela pública de Curitiba. Objetivos: conocer concepciones de los padres acerca del consumo de drogas; identificar conocimientos que los padres poseen en relación a las drogas; identificar experiencias familiares del uso de drogas. Sujetos: 23 padres de estudiantes de 5.º a 8.º año de la Enseñanza Fundamental. Los datos fueron obtenidos por medio de entrevista y estes fueron org...

  6. Botulismo de origem alimentar Foodbourne botulism

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Natacha Deboni Cereser

    2008-02-01

    Full Text Available O botulismo alimentar ocorre pela ingestão de toxinas pré-formadas pelo Clostridium botulinum, consideradas as mais potentes dentre as toxinas conhecidas. Caracteriza-se como uma doença de extrema gravidade, de evolução aguda, provoca distúrbios digestivos e neurológicos, em conseqüência à ingestão de diversos tipos de alimentos. As conservas caseiras estão entre os alimentos que oferecem maior risco à população consumidora. Os produtos de origem animal são frequentemente associados aos surtos da doença, destacando-se os embutidos, tais como salsichas, salames, presuntos e patês. Derivados do leite e enlatados, bem como produtos fermentados, são passíveis de provocar a intoxicação. As outras formas naturais da doença são botulismo por feridas e botulismo infantil, normalmente associado ao consumo de mel contendo esporos do Clostridium botulinum.Foodbourne botulism occurs after ingestion of preformed toxins produced by the Clostridium botulinum, which has been considered one of the most potent known one. The disease, acquired after ingestion of various kinds of foods, has acute character, and provokes gastrointestinal and neurologic symptoms. Homemade canned foods are those that represent higher risk to human health. Processed meat products are frequently associated with botulism outbreaks, mainly sausages, ham and pates. Dairy and canned food, as well as fermented foods, also may be related with this disease. Still, botulism may be caused by toxin production in deep wound, named wound botulism; and after ingestion of honey contaminated with spores by infants, named infant botulism.

  7. Recuperação da desnutrição em ratos mediante rações adicionadas ou não de suplemento alimentar e de vitaminas e minerais durante o período de crescimento

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guzmán-Silva Maria Angélica

    2004-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: O propósito deste estudo foi analisar experimentalmente a eficiência da suplementação alimentar da dieta do Município de Quissamã, RJ, em recuperar a desnutrição durante o período de crescimento. MÉTODOS: Foram utilizados 42 Rattus norvegicus, desmamados ao 26º dia e induzidos à desnutrição por 21 dias (ração hipoprotéica 2%, ad libitum. Os animais foram distribuídos em sete grupos, alimentados com suas respectivas dietas, todas isoprotéicas (10% e isoenergéticas (350Kcal/100g. Foi registrado o peso dos animais e, após o sacrifício, foram coletados e pesados fígado, rins, baço e intestino. RESULTADOS: O ganho ponderal médio no 28º dia do controle suplemento alimentar (75,33g foi significativamente inferior aos demais grupos, e o do controle suplemento alimentar e vitaminas+minerais foi o mais elevado (213,17. Quase todos os grupos diferenciaram-se estatisticamente no peso médio de fígado, rins e baço; os órgãos do controle suplemento alimentar apresentaram o menor peso (respectivamente 3,34g; 0,97g; 0,24g sendo significativamente inferior aos demais grupos. O controle suplemento alimentar e vitaminas+minerais apresentou o maior peso médio do fígado (13,85g. O Controle vitaminas+minerais apresentou o maior peso médio dos rins (1,88g e do baço (0,87g. O número de placas de Peyer/animal variou de nove a treze, sem diferenças entre os grupos; o tamanho das placas de Peyer do controle suplemento alimentar (2,6mm foi significativamente inferior aos demais grupos. O Quissamã suplemento alimentar apresentou as maiores placas de Peyer (4,4mm. O controle suplemento alimentar apresentou sempre valores inferiores para todos os parâmetros estudados comparativamente, já que não foram adicionados à sua ração vitaminas e minerais. CONCLUSÃO: A dieta de Quissamã, RJ experimentalmente alcança as necessidades mínimas para promover a recuperação da desnutrição, sendo desnecessária a adição de

  8. CONSUMO ENERGÉTICO PROVENIENTE DE ALIMENTOS ULTRAPROCESSADOS POR ADOLESCENTES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Helen Freitas D’Avila

    Full Text Available RESUMO Objetivo: Avaliar o consumo proveniente dos alimentos ultraprocessados e fatores relacionados em adolescentes. Métodos: Estudo transversal com 784 adolescentes (de ambos os sexos e entre 12 a 19 anos de escolas públicas e privadas do município de Palmeira das Missões, Brasil. O consumo alimentar foi registrado pelo questionário semiquantitativo de frequência de consumo de alimentos e convertido em energia (Kcal/dia. Os alimentos foram classificados em: minimamente processados, grupo 1 (G1; alimentos processados, grupo 2 (G2; e alimentos ultraprocessados, grupo 3 (G3. As variáveis avaliadas foram: sexo, classe socioeconômica, cor, atividade física, índice de massa corpórea (IMC e níveis pressóricos. Na comparação de variáveis quantitativas foi usado o teste de Mann-Whitney e o teste H de Kruskal-Wallis. Para ajustar as diferenças entre os grupos, considerando os efeitos de calorias totais, foi aplicado o teste de análise de covariância (ANCOVA. Resultados: A mediana do consumo energético total foi de 3.039,8 Kcal e a de ultraprocessados foi de 1.496,5 Kcal/dia (49,23%. O consumo calórico proveniente dos alimentos do G1, do G2 e do G3 não diferiu de acordo com a cor da pele dos adolescentes. Os adolescentes pertencentes às classes C e D são os maiores consumidores de calorias do G2 e do G3 (p<0,001. Os adolescentes insuficientemente ativos consomem menos calorias de alimentos minimamente processados. Os adolescentes eutróficos apresentam maior consumo do G3 (p<0,001, quando comparados aos que possuem excesso de peso. Conclusões: O consumo de alimentos ultraprocessados associou-se ao nível social, ao nível de atividade física e ao estado nutricional.

  9. Transição alimentar em recém-nascidos com displasia broncopulmonar Transition time for full oral feeding in newborns with bronchopulmonary dysplasia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daiana Evangelista

    2009-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: verificar o tempo de transição da sonda para a via oral plena nos lactentes com Displasia Broncopulmonar (DBP e descrever as intercorrências observadas durante os períodos de alimentação. MÉTODOS: revisão de prontuários do setor de Fonoaudiologia de 32 lactentes nascidos no Hospital Universitário Pedro Ernesto (HUPE/UERJ divididos em 2 grupos. Grupo 1: 18 lactentes com diagnóstico de DBP; grupo 2: 18 lactentes com idade gestacional entre 29 e 32 semanas sem complicações clínicas relevantes que foram utilizados como grupo controle. Foram registrados o tempo de transição alimentar, as intercorrências durante a alimentação e via oral na alta hospitalar de ambos os grupos. RESULTADOS: média e desvio padrão do tempo de transição alimentar dos grupos 1 e 2 respectivamente: 18,22 dias e 14,79; 6,50 dias e 3,68, com p=0,002. Nos broncodisplásicos foram comuns intercorrências respiratórias, dificuldade de coordenação sucçãoXrespiraçãoXdeglutição, dificuldades no padrão oral, além de sinais de retraimento e rebaixamento do estado de consciência durante a alimentação. Apesar disso, 10 lactentes (52,63% tiveram alta em aleitamento materno exclusivo e 3 (15,78% em aleitamento misto. CONCLUSÃO: pacientes com DBP precisaram de um período maior de treino de VO (18 dias, além de serem passíveis de intercorrências durante a alimentação. No entanto, constata-se que foi possível o aleitamento materno exclusivo.PURPOSE: to check the time of transition from the feeding tube to oral feeding in newborns with Bronchopulmonar Dysplasia (BPD; observe the difficulties occurred during the oral feeding./ METHODS: the speech pathology department reviewed thirty-two past cases of newborns born in the Pedro Ernesto Hospital of Rio de Janeiro State University. The first group was composed of eighteen newborns with BPD, while a second group was composed of eighteen healthy newborns born between 29 and 32 weeks used as a

  10. A utilização de tratamento preventivo e corretivo em indivíduos com risco de deficiência de cálcio devido à medicação

    OpenAIRE

    Santos, Catarina Luzia Duarte Santos

    2015-01-01

    Introdução: As interações entre os medicamentos e a nutrição nem sempre são valorizadas na prática clínica, muitas vezes devido ao pouco conhecimento por parte dos profissionais de saúde. Estas interações podem resultar em desnutrição e, por isso pode ser necessário o consumo de suplementos alimentares. Os profissionais de Farmácia desempenham um papel importante na identificação de pacientes em risco. Objetivos: Analisar o consumo de tratamento preventivo ou corretivo em indiv...

  11. Fatores associados ao consumo de frutas, legumes e verduras em adultos da cidade de São Paulo Factores asociados al consumo de frutas, legumbres y verduras en adultos de la ciudad de São Paulo (Sureste de Brasil) Factors associated with fruit and vegetable intake among adults of the city of São Paulo, Southeastern Brazil

    OpenAIRE

    Iramaia Campos Ribeiro Figueiredo; Patricia Constante Jaime; Carlos Augusto Monteiro

    2008-01-01

    OBJETIVO: Descrever a freqüência de consumo de frutas, legumes e verduras por adultos e analisar os fatores associados ao seu consumo. MÉTODOS: Estudo transversal realizado entre outubro e dezembro de 2003 no município de São Paulo (SP). Foram realizadas entrevistas telefônicas em amostra probabilística da população adulta (>18 anos) residente em domicílios servidos por linhas fixas de telefone, totalizando 1.267 mulheres e 855 homens. A freqüência do consumo de frutas, legumes e verduras foi...

  12. Comer o quê com quem?: Influência social indirecta no comportamento alimentar ambivalente

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Toscano Batista

    2013-01-01

    Full Text Available Neste estudo abordamos o comportamento alimentar de pessoas ambivalentes em contextos sociais. Apesar das evidências de que a qualidade dos alimentos pode desempenhar um papel importante, a literatura apenas tem vindo a considerar quem são os outros com quem se partilha a refeição. Os participantes comeram gomos de maçã ou batatas fritas, numa de três condições experimentais: sozinhos, em co-ação com amigos ou em co-ação com desconhecidos. Os resultados apoiam as hipóteses mostrando que os participantes mais ambivalentes são mais sensíveis aos efeitos do contexto. Entre estes, comer com amigos apenas levou apenas a um aumento no consumo batatas fritas; na presença de desconhecidos apenas aumentaram o consumo de maçã. Os resultados são articulados com teoria motivacional da facilitação social.

  13. Prática alimentar nos dois primeiros anos de vida

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Braga Lima

    2011-12-01

    Full Text Available Avaliou-se prática alimentar de crianças menores de dois anos. Estudo transversal desenvolvido em 2004-2005, a partir de dados do Estudo de Consumo Alimentar Populacional de Belo Horizonte/ECAP-BH. A amostra compreendeu 148 crianças menores de dois anos. Realizou-se entrevista em domicílio com mães/responsáveis e levantou-se os alimentos consumidos nas últimas 24 horas, incluindo leite materno e idade de introdução da alimentação complementar. Medianas de aleitamento materno exclusiva e total foram 60 e 150 dias, respectivamente. A introdução de outros tipos de leite e de alimentos não-lácteos ocorreu precocemente. Do ponto de vista nutricional, as dietas eram desbalanceadas e o ferro foi o nutriente mais deficiente no primeiro ano de vida. Os resultados evidenciam a necessidade da implementação de medidas de intervenção nos serviços de saúde do município para a promoção da alimentação complementar saudável.

  14. PLANO DE SEGURANÇA DA ÁGUA EM MANANCIAIS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA PARA CONSUMO HUMANO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Manuel Pereira Vieira

    2013-03-01

    Full Text Available O progresso no acesso a água potável a nível mundial tem-se traduzido num incremento de infraestruturas que necessitam de ser adequadamente geridas por forma a garantir água segura às populações. Embora a qualidade da água para consumo humano seja um factor fundamental para a protecção da saúde pública, a sua garantia revela-se de uma grande dificuldade por razões técnicas e económicas. A implementação de planos de segurança da água, estabelecendo um processo sistemático para a identificação de perigos e procedimentos de gestão efectivos para o seu controlo em sistemas de abastecimento de água, constitui uma nova abordagem a esta problemática. No presente trabalho, apresenta-se uma proposta metodológica para a implementação de planos de segurança da água em mananciais de abastecimento, onde se estabelecem os aspectos mais relevantes a considerar, nomeadamente as limitações e necessidades relacionadas com modelos institucionais e organizacionais.

  15. Subcultura Cosplay: a Extensão do Self em um Grupo de Consumo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Andreoni Barboza

    2013-06-01

    Full Text Available Este artigo busca explorar uma subcultura jovem e única, a subcultura Cosplay, e tem como objetivo compreender quais os fatores que desencadeiam e iniciam o processo de extensão de si no Cosplayer, e como ele se relaciona com o seu grupo de consumo. Foi realizada uma pesquisa qualitativa, exploratória e descritiva, inspirada no método netnográfico, com 19 Cosplayers brasileiros. Observou-se que ser Cosplayer, é parte de um dos constructos do self deste indivíduo, mas não é possível extender o self utilizando-se do Cosplay, sem fazer parte desta comunidade. DOI: 10.5585/remark.v12i2.2355

  16. Isolamento de cepas de Mycobacterium avium em búfalos abatidos para consumo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Freitas José de Arimatéa

    2001-01-01

    Full Text Available Duas cepas micobacterianas, isoladas no parênquima pulmonar e linfonodo apical de búfalos abatidos para consumo, procedentes de criatórios localizados na Ilha de Marajó (PA e submetidas à identificação segundo ensaios recomendados para o gênero Mycobacterium, foram identificadas como pertencentes ao complexo Mycobacterium avium. Apresentaram-se considerações relativas à associação desses organismos com a Aids -- e o papel dos alimentos nessa associação --, discutindo-se o impacto que a condição de germes oportunistas das espécies desse complexo têm na pandemia do HIV, assim como o risco potencial representado pelas infecções produzidas nos animais.

  17. Realidades em disputa: a proposição da prática alimentar da multimistura | Realities in dispute: a proposition of "multimixture" nutrition practices

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ivan da Costa Marques

    2012-03-01

    Full Text Available Resumo A história da proposição da prática alimentar da multimistura está fortemente marcada pelo seu (desencontro com os conhecimentos científicos, especialmente com os conhecimentos científicos sobre a nutrição. O embate entre os nutricionistas e os defensores da multimistura vem sendo travado, principalmente a partir do começo da década de 1990, quando a multimistura chegou a adquirir os contornos de um programa governamental para a alimentação infantil no Brasil. Ofereço três histórias desse (desencontro. Cada uma dessas histórias habita o universo sócio-político-econômico-cognitivo da nutrição infantil com entidades que se apresentam como de naturezas diferentes em disputa pela realidade da alimentação infantil no Brasil. Palavras-chave multimistura, ciência, política, nutrição, história Abstract The history of the proposition of multimixture as a practice of nourishment is marked by its confrontation with scientific knowledge, especially about nutrition. Since the beginning of the 1990s, when multimixture was about to configure a governmental program to fight malnutrition among poor children, fierce disputes have arisen between nutritionists and supporters of the use of multimixture. I tell three stories about these disputes. Each of these three stories inhabits the cognitive economic-political-social universe of infant nutrition with entities that present themselves as of different natures disputing reality in infant nutrition in Brazil. Keywords multimistura, science, policy, nutrition, history

  18. Modificações nos padrões de consumo de psicofármacos em localidade do Sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rodrigues Maria Aparecida P

    2006-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a prevalência e padrão de consumo de psicofármacos pela população e comparar esses resultados com outro estudo de 1994. MÉTODOS: Estudo transversal de base populacional, com 3.542 indivíduos de 15 anos ou mais, residentes na zona urbana de Pelotas em 2003. Os dados referentes ao consumo de duas semanas foram coletados em entrevistas domiciliares, utilizando um questionário idêntico ao utilizado em 1994. As variáveis estudadas foram: idade, sexo, cor da pele, situação conjugal, renda familiar, escolaridade, tabagismo, diagnóstico médico de hipertensão e consulta médica nos últimos três meses. Na análise bivariada, utilizou-se teste de qui-quadrado de Pearson e de tendência linear. A análise multivariada foi composta por quatro níveis. RESULTADOS: A prevalência de consumo de psicofármacos foi de 9,9% (IC 95%: 8,9-10,9. Ao comparar as prevalências padronizadas por idade, não houve diferença significativa em relação à prevalência observada em 1994. O maior consumo de psicofármacos associou-se significativamente a: ser do sexo feminino, o aumento da idade, o diagnóstico médico de hipertensão e a utilização de serviços médicos. Dos entrevistados, 74% dos usuários estavam utilizando psicofármacos há mais de três meses. CONCLUSÕES: Após uma década, a prevalência permanece alta, porém o consumo de psicofármacos não aumentou. Os achados sugerem a importância da indicação adequada dos psicofármacos e do acompanhamento médico regular desses usuários, dada a associação encontrada entre as consultas e o consumo.

  19. Diabetes, perturbações alimentares e imagem corporal em jovens adultos : estudo exploratório sobre a diabulimia

    OpenAIRE

    Falcão, Maria Ana Caldeira Rodrigues de Mendonça

    2015-01-01

    Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde, Núcleo de Psicoterapia Cognitivo-Comportamental e Integrativa), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2015 Diabulimia é um termo usado recentemente para descrever a omissão intencional de insulina em indivíduos com diabetes tipo 1 como uma estratégia de controlo do peso. Todavia, estes comportamentos não foram ainda estudados na população portuguesa. Assim, o presente estudo tem como objetivos: (1) comparar o...

  20. Fatores de risco para o desenvolvimento de distúrbios alimentares: um estudo em universitárias Risk factors in the development of eating disorders: study in a group of college women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giovanna Medeiros Rataichesck FIATES

    2001-01-01

    Full Text Available Este trabalho buscou identificar, em mulheres universitárias, aquelas que apresentavam fatores de risco para o desenvolvimento de distúrbios alimentares. Aplicou-se o questionário Eating Attitudes Test em 221 mulheres (114 estudantes de nutrição e 107 estudantes de outras áreas não relacionadas à saúde. Os resultados indicaram que 22,17% das estudantes apresentaram fatores de risco para o desenvolvimento de distúrbio alimentar, sendo que no grupo de alunas da nutrição o percentual foi maior (25,43% do que no grupo de estudantes de outros cursos (18,69%. Embora a diferença não tenha sido significativa, as futuras nutricionistas podem estar inseridas em um ambiente mais favorável ao desenvolvimento de distúrbios alimentares.This work studied a group of 221 college women, to identify those who presented risk factors compatible with the development of eating disorders. The Eating Attitudes Test was applied to 221 women (114 nutrition students and 107 students from other areas, unrelated to the health field. Results indicated that 22.17% of the group presented risk factors in the development of an eating disorder. Nutrition students presented a higher percentage (25.43% than the other students (18.69%, but this difference was not significant. However, women who study nutrition may be exposed to an environment more propitious to the development of eating disorders.

  1. The relationship between dental status, food selection, nutrient intake, nutritional status, and body mass index in older people A relação entre estado dentário, seleção alimentar, ingestão de nutrientes, estado nutricional e índice de massa corporal em idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wagner Marcenes

    2003-06-01

    Full Text Available This paper reviewed the findings from a national survey in Great Britain which assessed whether dental status affected older people's food selection, nutrient intake, and nutritional status. The survey analyzed national random samples of free-living and institution subjects for dental examination, interview, and four-day food diary as well as blood and urine tests In the free-living sample, intakes of non-starch polysaccharides, protein, calcium, non-heme iron, niacin, and vitamin C were significantly lower in edentulous as compared to dentate subjects. People with 21 or more teeth consumed more of most nutrients, particularly non-starch polysaccharides. This relationship in intake was not apparent in the hematological analysis. Plasma ascorbate and retinol were the only analytes significantly associated with dental status. Having 21 or more teeth increased the likelihood of having an acceptable body mass index (BMI. Thus, maintaining a natural and functional dentition defined as having more than twenty teeth into old age plays an important role in having a healthy diet rich in fruits and vegetables, a satisfactory nutritional status, and an acceptable BMI.Este artigo objetivou revisar os achados do levantamento epidemiológico conduzido no Reino Unido, cuja finalidade foi avaliar a relação entre saúde bucal, ingestão de nutrientes e estado nutricional. Uma amostra representativa dos idosos institucionalizados e não-institucionalizados foi examinada em relação à saúde bucal. Além disso, amostras de sangue e urina foram coletadas e entrevistou-se os idosos, ocasião em que se completou um diário alimentar de quatro dias. Na amostra de idosos não-institucionalizados, o consumo de polissacarídeos não-amido (fibras, proteína, cálcio, ferro nao-hemoglobina, niacina e vitamina C foi significantemente menor em edêntulos do que em não-edêntulos. Idosos com a presença de 21 dentes ou mais consumiram mais nutrientes, principalmente

  2. Estudo de caracterização da pobreza e insegurança alimentar doméstica nas famílias portuguesas com crianças em idade escolar. Relatório final

    OpenAIRE

    Truninger, Mónica; Teixeira, José; Fontes, Ana; Horta, Ana

    2015-01-01

    O presente relatório dá conta dos trabalhos desenvolvidos no âmbito do “Estudo de caracterização da pobreza e insegurança alimentar nas famílias portuguesas com crianças em idade escolar”, desenvolvido no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa sob coordenação da Doutora Mónica Truninger. O estudo foi financiado pelo Programa Operacional de Assistência Técnica do Fundo Social Europeu e decorreu entre Novembro de 2013 e Março de 2015.Procurámos, com este projeto, explorar situa...

  3. Explorando os efeitos da sincronização do segundo estro e flushing alimentar sobre a incidência de cistos ovarianos em marrãs utilizando gonadotrofinas exógenas

    OpenAIRE

    Aline Campos Rosseto; Daniel Gonçalves Bruno; Simone Maria Massami Kitamura Martins; Volnei do Lago; Marcos Eduardo Pinese; Wagner Loesch Vianna; Maria Lucia Zaidan Dagli; Fabiana Fernandes Bressan; André Furugen Cesar de Andrade; Gisele Mouro Ravagnani; Mariana Andrade Torres; Aníbal de Sant’Anna Moretti

    2013-01-01

    A estimulação do estro por gonadotrofinas exógenas (GE) associada ao flushing alimentar é uma ferramenta importante na melhoria do desempenho reprodutivo de marrãs. Contudo, há evidência da associação do flushing com GE levando ao desequilíbrio no sistema endócrino que poderia levar ao aumento de cistos ovarianos. O objetivo deste estudo foi avaliar se o flushing ou GE pode afetar a taxa de ovulação e a incidência de cistos ovarianos. Setenta e uma marrãs foram distribuídas aleatoriamente em ...

  4. Efeitos da modificação alimentar e exercício físico sobre alterações produzidas pela dieta de cafeteria em ratas

    OpenAIRE

    Jeferson Ferraz Goularte

    2011-01-01

    A obesidade afeta um número considerável de pessoas em todo o mundo e é caracterizada pelo acúmulo excessivo de tecido adiposo. A epidemia de obesidade parece ser o resultado de mudanças nos alimentos, nos hábitos alimentares e nos níveis de atividade física, sendo que a obesidade é considerada um fator de risco importante para o desenvolvimento de doenças como o diabetes mellitus tipo 2. Recentemente, a distribuição de gordura corporal na região intra-abdominal passou a ser mais importante p...

  5. Consumo e digestibilidade total e parcial de dietas utilizando farelo de girassol e três fontes de energia em novilhos confinados Intake, total and partial digestibility of diets with sunflower meal and three energy sources in confined steers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Rosália Mendes

    2005-04-01

    Full Text Available Avaliaram-se o consumo alimentar, a digestibilidade parcial e total e o balanço de nitrogênio, em novilhos confinados. Foram utilizados três novilhos de corte cruzados, canulados no rúmen e no duodeno, distribuídos em dois delineamentos em quadrado latino 3 x 3. As dietas experimentais foram constituídas de 60% de silagem de milho, tendo como fonte de proteína o farelo de girassol e, como fonte de energia, o milho (MI. O milho foi substituído parcialmente pela casca de soja (CS ou pelo farelo de gérmen de milho (FGM. Quatro indicadores internos (lignina e FDA, FDN e lignina indigestíveis foram submetidos a 144 horas de digestão in vitro, para estimativa da digestibilidade parcial e total das dietas. Houve maior ingestão dos componentes fibrosos na dieta CS, porém não foi observado efeito sobre o consumo de matéria seca. A lignina subestimou significativamente a digestibilidade. A utilização da FDAi, FDNi e lignina-i para estimar a digestibilidade total é viável, no entanto, a FDAi e lignina-i não estimaram adequadamente as digestibilidades parciais. Houve efeito significativo na digestibilidade ruminal da FDA, com valores mais elevados para CS e semelhantes para FGM, em relação à dieta MI. A digestibilidade total da FDA foi maior na dieta CS, porém, as digestibilidades dos demais componentes não foram afetadas pelas diferentes fontes energéticas. Não houve diferença significativa para a digestibilidade da energia e nos valores obtidos de NDT, com média de 61,5%. A casca de soja e o farelo de gérmen de milho, em substituição parcial do milho, mostraram-se fontes alternativas satisfatórias para a inclusão na dieta de bovinos.Feed intake, partial and total digestibility and nitrogen balance were evaluated in confined steers. Three crossbreed steers, rumen and duodenum cannulated, were allotted to two 3 x 3 Latin square experimental design. The experimental diets were composed by corn silage (60% and concentrate

  6. CONSUMO DE LEITE DE VACA E DERIVADOS ENTRE AGRICULTORES DA REGIÃO OESTE DO PARANÁ

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Heloísa TOMBINI

    2012-04-01

    Full Text Available O leite é a principal fonte de cálcio na alimentação humana, cuja importância está relacionada às suas funções no organismo humano, pois contribui para a formação do tecido ósseo, promove o crescimento, regula o sistema nervoso e aumenta a resistência a infecções. Seus principais nutrientes são: proteínas de alta qualidade, gorduras, carboidratos, além de ser rico em vitaminas e minerais. O objetivo deste estudo foi identificar o consumo de leite de vaca e derivados na população rural residente na região oeste do Paraná. O estudo transversal descritivo foi realizado durante o 20º Show Rural Coopavel, no ano de 2009, em Cascavel, Paraná, com agricultores moradores das áreas urbana e rural dessa região. Para verificar os hábitos alimentares foi aplicado o teste “Como está a sua Alimentação?” validado pelo Ministério da Saúde, cuja classificação segue as porções diárias de leite e derivados recomendadas pela pirâmide alimentar para a população adulta. Dos 372 agricultores que participaram do teste, 193 responderam sobre o consumo de leite, e destes, 160 afirmaram consumir leite e derivados, dos quais 82,5% apresentaram consumo maior ou igual à recomendação e 17,5% apresentaram consumo menor que a recomendação. Em relação à adequação de consumo, 82,7% das mulheres e 82,2% dos homens consomem leite e derivados dentro das recomendações estabelecidas pela pirâmide alimentar, assim como 81,6% dos adultos e 89,5% dos idosos. Segundo as classes econômicas, o consumo adequado de leite e derivados foi verificado em 85,7% na classe A, 90,2% na classe B, 77,5% na classe C e 83,3% na classe D+E, não havendo diferença significativa entre estas variáveis. O tipo de leite mais consumido pelos agricultores foi o leite integral (86,1% e apenas 13,9% relataram ingerir leite desnatado. De acordo com o local de domicílio 20% residia na zona urbana e 80% no meio rural, sendo que dos residentes na cidade, 90

  7. Consumo de drogas e violencia laboral em mulheres que trabalham, um estudo multicêntrico: México, Peru, Brasil

    OpenAIRE

    Maria Magdalena Alonso Castillo; Flor Yesenia Musayon Oblitas; Helena Maria Scherlowski Leal David; Marco Vinicio Gómez Meza

    2006-01-01

    Los propósitos del estudio fueron: 1) Determinar la proporción de consumo de drogas de las mujeres que trabajan; 2) Identificar algunos factores de riesgo personales y laborales que puedan predecir el consumo de drogas; 3) Identificar la presencia de violencia laboral y su relación con el consumo de drogas; 4) Identificar diferencias y similitudes de consumo de drogas y violencia laboral en las mujeres de las tres comunidades de México (Monterrey), Perú (Lima) y Brasil (Rio de Janeiro). El es...

  8. Inclusão de cama de frango em dietas à base de palma forrageira (Opuntia ficus-indica Mill para vacas mestiças em lactação: 1. Consumo e produção Broiler litter in forage cactus based diets (Opuntia ficus-indica Mill for lactating crossbred cows: 1. Nutrients intake and milk yield

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Carla dos Santos Magalhães

    2004-12-01

    Full Text Available Este trabalho foi conduzido objetivando-se avaliar o efeito da inclusão de diferentes níveis de cama de frango (aproximadamente 0; 10; 20 e 30% na matéria seca (MS de dietas contendo palma forrageira, bagaço de cana-de-açúcar in natura, uréia e farelo de algodão, fornecidas na forma de ração completa, sobre o consumo de nutrientes e a produção de leite de vacas mestiças e verificar o tempo necessário para adaptação dos animais às dietas. Foram utilizadas oito vacas 5/8 Holandês-Gir, após pico de lactação, com produção média de 15 kg de leite/dia e 420 kg de peso vivo, distribuídas em dois quadrados latinos (4 x 4 simultâneos, com quatro períodos, quatro animais e quatro níveis de cama de frango na ração. Os consumos de matéria seca, proteína bruta, fibras em detergente neutro e ácido, carboidratos totais e não-fibrosos e matéria orgânica apresentaram comportamento quadrático significativo, enquanto os consumos de matéria mineral e extrato etéreo aumentaram linearmente com a inclusão de cama de frango nas dietas. A produção de leite, com e sem correção para 4% de gordura, o teor e a produção de gordura e a eficiência alimentar não foram influenciadas pelo incremento de cama de frango nas dietas. O período de adaptação dos animais às dietas pode ser reduzido para sete dias.This work was carried to evaluate the effect of diferents of broiler litter inclusion (approximately 0, 10, 20 and 30%, in dry matter base with 45% forage cactus associaded to sugar cane bagasse, urea and cotonsead meal, in total diet form, on nutrient intake and milk yield and to evaluate the time necessary to adaptation of the animals to diets. Eigth lactating 5/8 crossbred Holstein/Gir cows with 420 kg of LW and production of 15 kg/day, were assigned to tratament sequences in a replicated 4X4 latin square with four periods, four animals and four levels of broiler chiken in the ration. The intakes of dry matter, neutral

  9. Anemia, hipovitaminose A e insegurança alimentar em crianças de municípios de Baixo Índice de Desenvolvimento Humano do Nordeste do Brasil Anemia, hypovitaminosis A and food insecurity in children of municipalities with Low Human Development Index in the Brazilian Northeast

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Souza Oliveira

    2010-12-01

    Full Text Available Determinar a prevalência de anemia e hipovitaminose A e analisar a associação da (insegurança alimentar com os níveis de hemoglobina e retinol sérico de menores de 5 anos. Estudo transversal, realizado com 501 e 458 famílias em Gameleira e São João do Tigre, respectivamente. A avaliação da (insegurança alimentar foi realizada através da Escala Brasileira de Insegurança Alimentar. Os níveis de hemoglobina e retinol sérico foram classificados de acordo com a OMS. Foram analisadas as associações com os indicadores socioeconômicos, habitação e biológicos sobre os níveis de hemoglobina e retinol sérico. As prevalências de anemia e hipovitaminose A foram mais elevadas em Gameleira quando comparadas com São João do Tigre. A (insegurança alimentar moderada e grave das famílias foi de 75% em Gameleira e 64% em São João do Tigre. Na análise de regressão para os níveis de hemoglobina em Gameleira foram identificadas como significantes: escolaridade materna, renda familiar per capita, não possuir TV colorida, água de consumo sem tratamento, piso de barro e idade abaixo de 24 meses, enquanto para São João do Tigre o modelo final ficou resumido à falta de motocicleta e idade da criança. Quanto aos teores de retinol sérico, o modelo final de variáveis associadas ficou sendo renda per capita e sexo para Gameleira, e ausência de telefone celular e de esgotamento sanitário para São João do Tigre. A situação nutricional dessas populações, com prevalências semelhantes de insegurança alimentar, pode apresentar grandes diferenciações, sobretudo na prevalência de carências nutricionais específicas, especialmente, em relação aos fatores determinantes.The objective of this study was to determine the prevalence of anemia and vitamin A deficiency and to analyze the association of food insecurity with hemoglobin levels and serum retinol in children under 5 years of age. This was a cross-sectional study with 501

  10. Hábitos alimentares de escolares adolescentes de Pelotas, Brasil Food habits of adolescent students from Pelotas, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marilda Borges Neutzling

    2010-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever a frequência com que escolares adolescentes de Pelotas (RS estão seguindo as recomendações nacionais para uma alimentação saudável. MÉTODOS: Estudo transversal aninhado a um estudo longitudinal em 2004, incluindo adolescentes de 13 e 14 anos matriculados em 32 escolas públicas de Pelotas (RS. A amostra incluiu 2.209 adolescentes. Para avaliação da frequência de consumo alimentar, foi utilizado questionário proposto pelo Instituto Nacional do Câncer. Foram construídos desfechos baseados nos dez passos para a alimentação saudável propostos pelo Ministério da Saúde do Brasil. RESULTADOS: Os hábitos alimentares saudáveis mais frequentes foram o consumo diário de feijão e leite, relatado por cerca de metade dos adolescentes. Quase metade dos jovens referiu ingerir batata frita e salgadinhos no máximo uma vez por semana. Verificou-se consumo adequado de alimentos conservados e enlatados em 44,6% dos adolescentes. Pouco menos da metade dos jovens (43,6% nunca colocava sal adicional na comida. Quanto ao consumo de doces e outros alimentos ricos em açúcar, constatou-se que aproximadamente um terço deles consumia bolos ou biscoitos no máximo duas vezes por semana. CONCLUSÃO: Verificou-se baixa frequência de hábitos alimentares saudáveis em todos os subgrupos estudados, sendo a frequência mais baixa entre jovens de maior nível socioeconômico e entre as meninas. O hábito alimentar que apresentou mais baixa frequência - 5,3% dos adolescentes - foi o consumo de frutas e verduras cinco ou mais vezes por dia. Políticas públicas de promoção da saúde voltadas à melhoria da alimentação e nutrição dos adolescentes são necessárias e urgentes.OBJECTIVE: This study aimed to describe the extent to which adolescent students living in Pelotas, Brazil, follow the national recommendations for healthy eating. METHODS: A cross-sectional study was undertaken in 2004, nested to a longitudinal project

  11. Integrando empresas e cooperativas de catadores em fluxos reversos de resíduos sólidos pós-consumo: o caso Vira-Lata

    OpenAIRE

    Demajorovic,Jacques; Caires,Elisangela Ferreira; Gonçalves,Laudicéia Nunes da Silva; Silva,Maria Janielly da Costa

    2014-01-01

    A Política Nacional de Resíduos Sólidos, aprovada em 2010, reconhece o trabalho dos catadores de materiais recicláveis, organizados como atores fundamentais da cadeia de reciclagem brasileira. Exige também que diversos setores empresariais implementem programas de logística reversa voltados a seus resíduos pós-consumo, privilegiando a integração das cooperativas de catadores nesse processo. No entanto, o pequeno interesse das empresas em gerenciar programas de logística reversa e dificuldades...

  12. Factores de risco e protecção para os adolescentes em situação de vulnerabilidade ante o consumo de substâncias adictivas em Angola

    OpenAIRE

    Fernández de Carvalho, Isabel M. Romero

    2013-01-01

    Embora se saiba que são numerosos e graves os efeitos do consumo tanto de bebidas alcoólicas como o de tabaco sobre a vida dos jovens, em Angola existe uma grande escassez de estudos que abordem esta temática. Por este motivo, são vários os objetivos deste trabalho: (1) Analisar o consumo de substâncias aditivas nos adolescentes angolanos; (2) Analisar as relações entre a auto-estima, inteligência emocional e apoio social com a resiliência dos adolescentes; (3) Analisar a predição da percepçã...

  13. Efeito da vagotomia troncular em ratos injetados na fase neonatal com glutamato monossódico: estudo biométrico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Souza Fernando de

    2001-01-01

    Full Text Available Obesidade hipotalâmica pode ocorrer em humanos e pode ser reproduzida, experimentalmente, por lesão do VMH em ratos. Esta obesidade pode ser revertida por vagotomia troncular (VT, devido à redução da ingestão alimentar e da insulinemia mediada pelo nervo vago. Experimentalmente, a injeção de MSG causa lesão em nível de ARC. O objetivo deste trabalho é avaliar os efeitos do MSG em ratos e se VT os altera. Estudou-se 52 ratos Wistar machos, divididos em dois grupos de 26 animais, um submetido à injeção de MSG na fase neonatal e outro à de solução salina. Aos 30 dias de vida, após nova divisão, obteve-se: grupo MSG, submetido à VT (VTMSG, e outro à laparotomia (LAPMSG; grupo SALINA, submetido à VT (VTSAL, e outro à laparotomia (LAPSAL. Obteve-se peso, CNA e índice de Lee. O consumo alimentar foi obtido dos 30 aos 90 dias de vida. Aos 90 dias, após eutanásia, mensurou-se peso, CNA, índice de Lee e gordura perigonadal. Análise estatística foi realizada pelo "t de Student". Constatou-se que o MSG provoca redução do CNA e aumento do índice de Lee aos 30 dias de vida, e provoca redução do peso e do CNA, aumento do índice de Lee e da gordura perigonadal aos 90 dias e aumento do consumo alimentar dos 30 aos 90 dias de vida. A VT provoca redução do peso, do índice de Lee e da gordura perigonadal, e tendência à redução do CNA no rato injetado com MSG. A VT provoca redução de consumo alimentar nos primeiros 30 dias de pós-operatório, mas com tendência a maior consumo nos 30 dias subseqüentes. Conclui-se que o MSG injetado na fase neonatal provoca aumento do consumo alimentar e da adiposidade e causa redução da estatura e do peso do animal dos 30 aos 90 dias de vida. E que a VT, realizada aos 30 dias de vida, provoca redução do consumo alimentar nos primeiros 30 dias de pós-operatório, da adiposidade e do peso.

  14. ATIVIDADE DE DETERRÊNCIA ALIMENTAR DO ÓLEO ESSENCIAL DE LARANJA AMARGA SOBRE Helicoverpa armigera HÜBNER

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Victor Luiz de Souza Lima

    2017-01-01

    Full Text Available Diversas plantas possuem compostos secundários com propriedades inseticidas e o óleo essencial de laranja amarga mostra-se com grande potencial para o controle de pragas. Recentemente, foi registrada no Brasil a espécie Helicoverpa armigera, uma das maiores pragas da agricultura mundial. Tendo em vista a falta de métodos alternativos aos inseticidas para o controle dessa praga, o objetivo desse trabalho foi avaliar os efeitos do óleo essencial de laranja amarga sobre H. armigera. Foi realizado um teste de escolha para avaliar a atividade deterrente. Folhas de tomate foram imersas em soluções contendo óleo de laranja amarga em três concentrações (1, 10 e 100 mg L-1. As folhas tratadas com óleo e folhas não tratadas foram oferecidas à lagartas de segunda instar e após 24h foi calculado o índice de deterrência alimentar (IDA. A concentração de 1 mg L-1 apresentou 71% de deterrência alimentar. Porém as concentrações de 10 e 100 mg L-1 causaram fitotoxidez às folhas de tomate, inviabilizando o consumo pelas lagartas e a estimativa do IDA. Novos testes devem ser realizados com concentrações menores para evitar a fitotoxidez.

  15. Avaliação dos teores de fibra alimentar e de beta-glicanas em cultivares de aveia (Avena sativa L Evaluation of dietary fiber and beta-glucan levels in oat (Avena sativa L cultivars

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz C. GUTKOSKI

    1999-12-01

    Full Text Available A fibra alimentar é composta por celulose, hemiceluloses, gomas, pectinas e mucilagens sendo classificada em solúvel e insolúvel, quanto a sua solubilidade em água. As beta-glicanas são componentes da fibra alimentar solúvel presentes na aveia e sua importância é devido às propriedades funcionais e aos efeitos hipocolesterolêmicos e hipoglicêmicos apresentados. O presente trabalho tem como objetivo avaliar os teores de fibra alimentar solúvel, insolúvel e total e de beta-glicanas de cultivares de aveia recomendados pela Comissão Brasileira de Pesquisa de Aveia. Grãos de aveia (Avena sativa, L foram descascados, as cariopses moídas e as amostras acondicionadas e armazenadas à temperatura de -20° C. Para a análise de fibra alimentar foi adotada a metodologia da AOAC (1997. Entre os cultivares analisados, UPF 7, UPF 13, UPF 14 e UPF 16 apresentaram os maiores teores de fibra alimentar insolúvel. Os maiores teores de fibra alimentar solúvel foram verificados nos cultivares UFRGS 7, CTC 13, UPF 16 e CTC 2. O cultivar UPF 16 apresentou o maior teor de fibra