WorldWideScience

Sample records for areas da floresta

  1. Influência da floresta alterada na distribuição espacial de três espécies da Floresta Ombrófila Mista avaliada pela geoestatística

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lúcio de Paula Amaral

    2013-06-01

    Full Text Available Os objetivos deste trabalho foram analisar e representar a distribuição espacial dos indivíduos de três espécies da Floresta Ombrófila Mista (FOM, sob distúrbio ocasionado por ações antrópicas, utilizando geoestatística e interpolações por krigagem, bem como verificar a influência das alterações da floresta no resultado obtido com essa metodologia. Os dados foram obtidos de levantamento fitossociológico realizado em 2007, contendo 45 unidades amostrais (ua de 500 m², em que foram mensurados indivíduos com DAP > 10 cm. O fragmento, localizado em General Carneiro, PR, passou por ciclos de exploração de madeira, erva-mate, xaxim, pastoreio e coleta de sementes, que causaram abertura de grandes clareiras, contendo alta densidade de taquaras. Posteriormente, a área foi transformada em Reserva Particular do Patrimônio Natural. A condição de floresta alterada interferiu nos resultados para distribuição espacial dos indivíduos de D. sellowiana, M. scabrella e I. paraguariensis (xaxim, bracatinga e erva-mate por ua. Apesar de ser detectada alta dependência espacial (>75%, foi também observada quebra da continuidade espacial para distribuição dessas espécies. Conclui-se que, nessa condição, geoestatística e krigagem não são indicadas devido aos usos inadequados dado à floresta, podendo ser utilizadas outras técnicas de interpolação para evitar as extrapolações de médias obtidas na amostragem da área total do fragmento. No entanto, por apresentar sensibilidade às alterações das florestas, análises geoestatísticas devem ser experimentadas quanto à sua utilização na avaliação da capacidade de resposta da floresta a eventos impactantes de grande magnitude.

  2. Estratégias reprodutivas de briófitas em dois habitats distintos da floresta atlântica do Parque Estadual da Serra do Mar

    OpenAIRE

    Adaíses Simone Maciel da Silva

    2011-01-01

    Resumo: O objetivo da tese foi aumentar o conhecimento e o entendimento sobre estratégias reprodutivas de briófitas presentes em floresta tropical úmida, especificamente em dois habitats distintos da Floresta Ombrófila densa (Floresta Montana e de Restinga) do Parque Estadual da Serra do Mar, São Paulo. A seguinte hipótese foi testada: o sistema reprodutivo (e.g. monóico versus dióico) das espécies e o habitat que ocupam influenciam as estratégias reprodutivas e conseqüentes características d...

  3. ASPECTOS DA VARIAÇÃO AMBIENTAL EM UMA FLORESTA DE GALERIA EM ITUTINGA, MG, BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flavio Antonio Maës dos Santos

    2003-09-01

    Full Text Available Foi caracterizada a heterogeneidade ambiental em uma área de floresta de galeria (7,55 ha, em Itutinga, MG, Brasil, pelas variações das propriedades químicas e físicas do solo, da topografia e da abertura de dossel. As propriedades do solo e a topografia foram estudadas em 28 parcelas de 10 x 30 m utilizadas em um levantamento da comunidade arbóreo-arbustiva da área. Para a abertura do dossel utilizaram-se duas transecções de 50 m de largura, compostas por parcelas contíguas de 10 x 10 m, cruzando a floresta de lado a lado, perpendicularmente ao curso d’água. Fotos hemisféricas foram tomadas sobre estacas alternadas das extremidades das parcelas. Os dados de solo e topografia foram analisados por meio de uma PCA (Análise dos Componentes Principais e a abertura do dossel mediante gráficos de tendência e regressão linear. A variação mais importante em termos de solos e abertura do dossel se deu no sentido do distanciamento da borda da floresta e aproximação do curso d’água. Nesse sentido, a abertura do dossel diminuiu (b = -0,096; R2 = 0,34 e a umidade e acidez do solo aumentaram (Eixo 1 do PCA, autovalor = 9,713. Os maiores valores da abertura do dossel próximo à borda foram explicados pela entrada de luz lateral através da borda da floresta com o campo limpo circundante.

  4. Relações florísticas, estruturais e ecológicas entre as florestas do topo da Serra do Mar e as florestas de restinga no Estado de São Paulo

    OpenAIRE

    Joao Carlos Miguel Tomaz Micheletti Neto

    2007-01-01

    As comunidades florestais periféricas às florestas que recobrem o sopé e as médias encostas da Serra do Mar apresentam uma convergência de fisionomias e aspectos xeromórficos, sustentada por floras que estão relacionadas quanto às suas origens. Como estas semelhanças podem indicar condições ecológicas similares, o trabalho investigou qualitativa e quantitativamente se as semelhanças fisionômicas, entre a Floresta do Topo dos Morros da Serra do Mar e a Floresta Seca de Restinga no Estado de Sã...

  5. O conflito está no ar: povos da floresta e espoliação sob o capitalismo verde

    OpenAIRE

    Paula, Elder Andrade de; UFAC – Universidade Federal do Acre. Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Rio Branco – Acre – Brasil. 69.920-900; Morais, Maria de Jesus; UFAC – Universidade Federal do Acre. Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Rio Branco – Acre – Brasil. 69.920-900

    2013-01-01

    O ano de 2011 foi marcado por dois eventos que traduzem com razoável clareza os conflitos em torno da apropriação dos bens naturais sob a insígnia do capitalismo verde. O primeiro foi marcado pela designação, por parte da ONU, de ano internacional das florestas e, a publicação de dois documentos de autoria da FAO e ITTO que apresentam de forma mais acabada as diretrizes para a exploração sustentável das florestas. Além da extração de madeiras e produtos da biodiversidade, institui o Pagamento...

  6. Influência antrópica em três ecótonos floresta/campo da Floresta Atlântica do Sudeste do Brasil: análise de micropartículas carbonizadas em solos superficiais

    OpenAIRE

    De Oliveira, Paulo Eduardo; Passacantili, Maria da Glória Silva Bispo

    2010-01-01

    Através da quantificação de micropartículas carbonizadas em solos superficiais, determinou-se a intensidade de incêndios recentes em três áreas da Floresta Atlântica com mosaico floresta/campo: duas na Serra do Mar, São Paulo e uma na Reserva Natural Vale do Rio Doce, Linhares, Espírito Santo. As micropartículas foram quantificadas em três classes de tamanho: 51 µm. Os dados mostram que as três áreas estiveram recentemente sujeitas a incêndios. Os campos da Reserva ...

  7. Influência antrópica em três ecótonos floresta/campo da Floresta Atlântica do Sudeste do Brasil: análise de micropartículas carbonizadas em solos superficiais

    OpenAIRE

    De Oliveira,Paulo Eduardo; Passacantili,Maria da Glória Silva Bispo

    2010-01-01

    Através da quantificação de micropartículas carbonizadas em solos superficiais, determinou-se a intensidade de incêndios recentes em três áreas da Floresta Atlântica com mosaico floresta/campo: duas na Serra do Mar, São Paulo e uma na Reserva Natural Vale do Rio Doce, Linhares, Espírito Santo. As micropartículas foram quantificadas em três classes de tamanho: < 25 µm, de 26 a 5 0µm e > 51 µm. Os dados mostram que as três áreas estiveram recentemente sujeitas a incêndios. Os campos da Reser...

  8. ESCOAMENTO DA ÁGUA DA CHUVA PELO TRONCO DAS ÁRVORES EM UMA FLORESTA ESTACIONAL SEMIDECIDUAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Simões Lorenzon

    2015-06-01

    Full Text Available RESUMOEste trabalho foi desenvolvido na Estação de Pesquisas, Treinamento e Educação Ambiental Mata do Paraíso, situada no Município de Viçosa, na Zona da Mata de Minas Gerais, Brasil, e teve como objetivo avaliar o escoamento pelo tronco em um fragmento de Mata Atlântica, no período de agosto de 2009 a março de 2011. Para quantificar esse escoamento, foram demarcadas seis parcelas de 10 x 10 m, sendo em cada parcela adaptados coletores à base de poliuretano nos troncos das árvores com circunferência 15,0 cm. Um pluviômetro foi instalado em local aberto para quantificar a água diretamente da chuva. Além disso, realizou-se uma análise qualitativa dos indivíduos do escoamento pelo troco, avaliando a qualidade do fuste e da copa, posição no estrato da floresta e infestação de cipó. Em todo o período de análises, foram realizadas 75 medições. Nas parcelas de escoamento pelo tronco foram amostrados 126 indivíduos, distribuídos em 29 famílias e 59 espécies. A precipitação em aberto foi de 2.391,63 mm, e o escoamento pelo tronco somou 31,59 mm, ou 1,32% da precipitação em aberto. A espécie com maior escoamento pelo tronco foi a Euterpe edulis, com um volume médio de água escoado de 637,00 L. Das espécies com maior escoamento pelo tronco, 73,91% encontravam-se no estrato inferior da floresta, evidenciando que algumas espécies possuem algum tipo de adaptação morfológica para captação da água da chuva.

  9. Caracterização e análise da fragilidade ambiental da floresta nacional de Passo Fundo (Mato Castelhano, RS)

    OpenAIRE

    Franciele Rosset de Quadros

    2014-01-01

    Considerando a importância da manutenção e continuidade das Unidades de Conservação (UCs) e a adoção de estratégias para a conservação da biodiversidade no contexto da paisagem regional, este estudo propõe a caracterização do ambiente físico associada à determinação da fragilidade ambiental da Floresta Nacional de Passo Fundo (FLONAPF), Mato Castelhano, RS, na perspectiva de identificar mudanças que comprometam a continuidade das funções do zoneamento ambiental estabelecido pelo Plano de Mane...

  10. Florística e classificação da regeneração natural em Floresta Ombrófila Mista na Floresta Nacional de São Francisco de Paula, RS.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Igor da Silva Narvaes

    2009-10-01

    Full Text Available Normal 0 21 MicrosoftInternetExplorer4 Na floresta Ombrófila Mista, a regeneração natural é pouco estudada. No Rio Grande do Sul, em conseqüência da ação antrópica, essas florestas se encontram sob diferentes condições de alteração, em alguns casos formando fragmentos. O estudo teve como objetivo analisar a florística da regeneração natural e verificar a ocorrência de grupos florísticos de uma área onde não foram constatadas alterações intensas. A área com 1606,69 ha localiza-se na Floresta Nacional de São Francisco de Paula (entre 29° 23' e 29° 27' S; 50° 23' e 50° 25' W, no município de São Francisco de Paula, RS. No estudo, foram selecionadas seis parcelas permanentes de crescimento do PELD (Projeto Ecológico de Longa Duração cuja vegetação foi inventariada, utilizando-se dez faixas paralelas entre si e perpendiculares à direção da posição topográfica, as quais apresentaram 10 m de largura e 100 m de comprimento, subdivididas em dez unidades de 100 m² onde foram sorteadas três unidades amostrais por faixa para identificação e medição (altura e circunferência de indivíduos com Cap maior ou igual a 3 cm e menor de 30 cm. Os cipós, trepadeiras e ervas também tiveram suas circunferências medidas e identificados até o nível de espécie, quando possível. Os dados de densidade por espécie formaram uma matriz (180x70 utilizada na análise multivariada. A presença de agrupamento de vegetação em estado de regeneração natural no interior da floresta foi testada pelo Método TWINSPAN (Two-way indicator species analysis. Constatou-se a existência de três grupos ecológicos (G-1, G-2 e G-3. O G-1 foi caracterizado por boa disponibilidade hídrica, por possuir características ambientais intermediárias e por situar-se na posição topográfica referente à encosta média; G-2 ocorreu na encosta inferior da floresta, apresentando forte influência da umidade e sujeita a alagamentos espor

  11. Composição florística e estrutura comunitária da floresta de galeria do córrego da Paciência, Cuiabá, (MT Floristic composition and community structure of a gallery forest along the Córrego da Paciência, Cuiabá, Mato Grosso, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ary Teixeira de Oliveira-Filho

    1989-07-01

    Full Text Available A floresta de galeria de um dos braços do córrego da Paciência, no sopé da chapada dos Guimarães, Mato Grosso (15º 21'S. 55º 49' W, foi inventariada por meio de 67 parcelas de 30m² (0,201 ha, sendo amosdos os indivíduos com circunferência ao nível do solo > 9cm em três setores da floresta; Nascentes, Vereda e Cachoeira. Foram calculados os parâmetros fitossociológicos das espécies e das famílias botânicas para toda a área amostral e para cada um dos três setores da floresta. Foram obtidas medidas de dissimilaridade florística e estrutural entre os três setores amostrais e medidas de dissimilaridade florística entre a floresta do presente estudo e cinco outras florestas riparias do Distrito Federal e dos estados de São Paulo e Mato Grosso. As seis florestas apresentaram entre si índices muito altos de dissimilaridade florística, embora algumas delas apresentassem espécies em comum entre as mais abundantes. Os três setores amostrais mostraram igualmente uma considerável dessemelhança florística e estrutural entre si. O clima, os solos e a geomcrfologia das bacias hidrográficas são evocados como responsáveis pelas diferenças interregionais entre as florestas riparias. Já as dessemelhanças intrarregionais podem ser atribuídas à fertilidade dos solos e, sobretudo, ao regime de água nos solos e nos próprios rios, os quais, por sua vez, variam com a topografia local. Os padrões de distribuição espacial marcadamente diferentes que podem ser observados para várias espécies de árvores podem ser atribuídos à elevada heterogeneidade ambiental, peculiar às florestas de galeria.The gallery forest which occurs along one of the branches of the Córrego da Paciência, southern Mato Grosso, Brazil (15º 21'S, 55º 49'W, was surveyed by 67 plots of 30m² each (0.201 ha. Individuals > 9cm in circumference at ground level were recorded. Three sites of the forest were sampled: Nascentes, Vereda and Cachoeira

  12. IMPACTOS AMBIENTAIS ANTRÓPICOS COMO MODIFICADORES DA ESTRUTURA E FUNCIONALIDADE DE FLORESTAS ESTACIONAIS SEMIDECIDUAIS NO TRIÂNGULO MINEIRO, BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sérgio de Faria Lopes

    2013-10-01

    Full Text Available O crescente processo de fragmentação das florestas estacionais semideciduais tem exigido o desenvolvimento de metodologias que possibilitem obter informações ecológicas em um curto período para os remanescentes naturais. A partir de uma adaptação da matriz de interação de Leopold, este estudo buscou avaliar a influência dos impactos antrópicos em dez fragmentos de florestas estacionais semideciduais localizados no Triângulo Mineiro. Foram utilizados levantamentos fitossociológicos prévios da comunidade arbórea. Foram avaliadas a intensidade, frequência e espacialidade dos seguintes impactos: lixo urbano, trilhas, acessibilidade, estradas internas, presença de gado e corte seletivo de madeira. Análises de regressão testaram a influência da matriz de impacto nos parâmetros ecológicos de riqueza, densidade, área basal, classes diamétricas e grupos sucessionais dos fragmentos. A matriz de impactos conseguiu classificar os fragmentos quanto à perturbação antrópica e esteve correlacionada com alguns parâmetros ecológicos destes fragmentos. Nos fragmentos mais perturbados foi observada a redução de indivíduos das últimas classes de diâmetro e das espécies secundárias tardias, além do aumento significativo de espécies pioneiras. Os resultados obtidos demonstraram a influência da perturbação na estrutura e funcionalidade das florestas estudadas e, que esta metodologia pode ser eficiente para obter informação sobre o estado de conservação dos remanescentes vegetais da região.

  13. Estrutura e distribuição espacial da regeneração natural de canjerana em Floresta Estacional Decidual

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anna Paula Zimmermann

    2014-12-01

    Full Text Available Este trabalho objetivou analisar o padrão de distribuição espacial de uma população de Cabralea canjerana (Vell. Mart. em fase de regeneração natural em um fragmento de Floresta Estacional Decidual no Município de Silveira Martins, RS. Para tais análises, foram mensurados os indivíduos da espécie que apresentavam altura ≥ 30 cm, em 77 unidades amostrais alocadas de forma contígua na área. Para analisar a forma de dispersão da espécie foram utlizados os índices de Morisita, Payandeh e Fracker e Brischle. A estrutura foi analisada por meio dos parâmetros densidade e frequência absolutas e histograma de distribuição em classes de altura. De acordo com os índices de dispersão, a espécie encontra-se de forma agregada. Os altos valores de densidade e frequência ratificam a importância da espécie na estrutura da floresta.

  14. REGULAÇÃO DE FLORESTAS INEQUIÂNEAS SOB MANEJO FLORESTAL COMUNITÁRIO

    OpenAIRE

    SILVA, D. A. S.

    2014-01-01

    SILVA, D. A. S. Regulação em florestas inequiâneas sob regime de manejo florestal comunitário. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) Universidade Federal do Espírito Santo, Jerônimo Monteiro, ES. Orientador: Prof. Dr. Gilson Fernandes da Silva. Coorientador: Prof. Dr. José Franklim Chichorro. O planejamento de exploração madeireira em florestas inequiâneas, é determinado de tal forma que uma parcela da floresta seja dividida em Unidade de Produção Anual (UPA), e estas, por s...

  15. Florística e estrutura do componente arbustivo-arbóreo de uma floresta higrófila da bacia do rio Jacaré-Pepira, SP, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marques Márcia C. M.

    2003-01-01

    Full Text Available As florestas higrófilas são formações ribeirinhas caracterizadas por ocorrerem em solo permanentemente encharcado e restritas a pequenos fragmentos junto a outros tipos vegetacionais. Neste trabalho caracterizaram-se a florística e a estrutura do componente arbustivo-arbóreo (plantas com DAP>5cm de uma área de 0,36ha de floresta higrófila localizada em Brotas (48º06'W 22º16'S, 470m.s.m., Estado de São Paulo, usando-se método de parcelas (total de 24 parcelas. No total foram amostrados 735 indivíduos, distribuídos em 32 famílias e 51 espécies. As espécies que se destacaram na comunidade devido aos elevados valores de importância foram Calophyllum brasiliense Camb., Protium almecega L. Marchand, Podocarpus sellowii Klotzch., Tapirira guianensis Aubl. e Dendropanax cuneatum DC. Decne. & Planch. O índice de diversidade de Shannon foi igual a 2,81, valor pouco superior aos descritos para florestas semelhantes. Na comunidade, as espécies generalistas com relação ao encharcamento do solo e as de solo drenado contribuíram na riqueza total (juntas 62% do total de espécies amostradas, enquanto as espécies de solo encharcado tiveram maior contribuição na composição da dominância (66% da dominância total e densidade (67% da densidade total relativas. A diversidade de situações topográficas e a entrada de espécies da vegetação do cerrado adjacente permitiram que espécies com diferentes exigências hídricas se estabelecessem na área relativamente pequena da floresta e influenciaram fortemente a florística e estrutura da comunidade.

  16. Tree species diversity in a seasonally-dry forest: the case of the Pinkaití site, in the Kayapó Indigenous Area, Southeastern limits of the Amazon Diversidade de espécies arbóreas em uma floresta sazonalmente seca: o caso da base de pesquisas do Pinkaití (PA, na Terra Indígena Kayapó, limite sudoeste da Amazônia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rodolfo Salm

    2004-09-01

    Full Text Available This study investigates patterns of forest structure and tree species diversity in an anthropogenic palm grove and undisturbed areas at the seasonally-dry Pinkaití research station, in the Kayapó Indigenous Area. This site, managed by the Conservation International do Brasil, is the most southeastern site floristically surveyed in the Amazon until now. The secondary and a nearby undisturbed forest were sampled in a group of 52 floristic plots of 0.0625-ha (25x25-m where all trees with DBH > 10 cm were measured and identified. The analyses were complemented with other two floristic plots of 1-ha (10x1000-m. The present study has shown that the Pinkaití, like other seasonally-dry forests, have great heterogeneity in forest structure and composition, associated with biotic characteristics of the most important tree species, natural disturbance and history of land-use. The palm grove, moderately dominated by the arborescent palm Attalea maripa (Aubl. Mart., presented high tree species diversity and was floristically similar to undisturbed forests at the study site. It is discussed the importance of large arborescent palms for the seasonally-dry Amazon forests regeneration.Este estudo compara a florística e estrutura e a diversidade de espécies arbóreas de um palmeiral antropogênico e áreas não perturbadas na floresta sazonalmente seca da base de pesquisas ecológicas do Pinkaití, na Terra Indígena Kayapó. Esta base de estudos, administrada pela Conservation International do Brasil, é a área mais ao sudoeste até o momento floristicamente amostrada na Amazônia. Uma mancha de floresta secundária e uma floresta não perturbada adjacente foram amostradas com um grupo de 52 parcelas de 0,0625-ha (25x25-m onde todas as árvores com DAP > 10 cm foram medidas e identificadas. As análises foram complementadas com outras duas parcelas de 1-ha (10x1000-m. Este estudo mostrou que o Pinkaití, como outras florestas sazonalmente secas, tem grande

  17. Aspectos fitossociológicos de um fragmento da floresta natural de Astronium balansae engl., no município de Bossoroca, RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Boligon Alexandra Augusti

    2005-01-01

    Full Text Available Este estudo objetivou conhecer a composição florística e a estrutura fitossociológica de um fragmento da Floresta Natural de Astronium balansae Engl., no município de Bossoroca, RS, Brasil. Foram demarcadas 7 unidades amostrais de 10x100m (1000m2 onde observou-se a ocorrência de 476 indivíduos com Circunferência à Altura do Peito (CAP = 30cm, distribuídos em 35 espécies e 25 famílias. As espécies mais características e importantes da floresta foram Astronium balansae, Myrcianthes pungens, Patagonula americana, Eugenia uniflora e Parapiptadenia rigida. As famílias Myrtaceae, Meliaceae e Euphorbiaceae foram as mais representativas do fragmento florestal estudado. O valor do Índice de diversidade de Shannon foi 3.

  18. Composição florística do componente arbóreo de um trecho de Floresta Atlântica na Área de Proteção Ambiental da Serra da Capoeira Grande, Rio de Janeiro, RJ, Brasil Floristic survey of the tree layer in an area of Atlantic Rainforest in Serra da Capoeira Grande Environmental Protection Area, Rio de Janeiro State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gustavo Luna Peixoto

    2004-03-01

    Full Text Available A Área de Proteção Ambiental (APA da Serra da Capoeira Grande (22º59'03"S e 43º38'59"W tem área total de 80ha e é um dos últimos remanescentes florestais com pau-brasil (Caesalpinia echinata Lam. no município do Rio de Janeiro. Além disso, ocorrem na área outras três espécies ameaçadas de extinção: Cariniana ianeirensis R. Knuth, Acosmium lentiscifolium Spreng. e Machaerium incorruptible (Vell. Fr. All. ex Benth. O levantamento fitossociológico foi realizado por meio do método dos quadrantes, tendo sido alocados 200 pontos e tendo-se como critério de inclusão 15cm de circunferência do tronco a 1,30m de altura do solo. A composição florística é o resultado desta amostragem acrescida de coletas feitas durante caminhadas no fragmento, totalizando 29 famílias, 58 gêneros e 69 espécies. As famílias que apresentaram maior número de espécies foram: Leguminosae (13, Myrtaceae (6, Euphorbiaceae (5, Bignoniaceae, Bombacaceae, Celastraceae, Flacourtiaceae, Moraceae, Rubiaceae e Solanaceae (3. Analisando a similaridade florística entre a APA da Serra da Capoeira Grande e outras 18 áreas florestais do Rio de Janeiro, observou-se maior identidade florística entre a área estudada e florestas de baixada localizadas próximas ao mar. Todas as florestas reuniram-se com um baixo nível de similaridade, refletindo a diversidade florística das florestas do Rio de Janeiro.The 80-hectare site (22º59'03"S and 43º38'59"W, is one of the last forest remnants in Rio de Janeiro municipality, where brazilwood (Caesalpinia echinata Lam. occurs naturally. Furthermore, three other endangered species occur in this area: Cariniana ianeirensis R. Knuth, Acosmium lentiscifolium Spreng., and Machaerium incorruptible (Vell. Fr. All. ex Benth. Trees were sampled according to the point-centered-quarter method. The inclusion criteria was PBH >15cm; a total of 200 points were surveyed. The floristic composition was comprised of the sampled

  19. Composição Florística do estrato arbóreo da Floresta Estacional Semidecidual na Planície Aluvial do rio Doce, Linhares, ES, Brasil Floristic composition of the tree layer in Atlantic forest on the rio Doce alluvial floodplain, Espírito Santo State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Samir Gonçalves Rolim

    2006-09-01

    Full Text Available Este trabalho apresenta a flora de espécies arbóreas e palmeiras na floresta estacional semidecidual na planície aluvial do rio Doce, uma área de cerca de 20.000 ha, a partir de Linhares (ES até próximo à foz no oceano atlântico. Foram determinadas 408 espécies (27 classificadas em gênero e 59 famílias, entre arbóreas e palmeiras. Por meio da análise de agrupamento, foi evidenciado que a floresta do rio Doce é muito semelhante floristicamente à floresta estacional dos tabuleiros terciários, que estas se agrupam com as florestas estacionais do rio Doce em MG e que, por sua vez, todas estas se agrupam com as florestas ombrófilas do sul da Bahia, sendo o conjunto nitidamente separado das outras formações ombrófilas costeiras. Foram encontradas dezenas de espécies deocorrência restrita ou pouco frequentes em levantamentos na floresta atlântica, enfatizando a importância da área para conservação da biodiversidade. Pelo fato das matas de cacau na região abrangerem mais de 80% dessa área, sugere-se a delimitação de uma Área de Proteção Ambiental, que permita conciliar o cultivo do cacau com a proteção da biodiversidade.The tree and palm flora was studied in the Atlantic forest of the rio Doce alluvial floodplain, in a 20,000ha area, between Linhares (Espírito Santo State and the Atlantic Ocean. The floristic survey recorded 408 species and 59 families. Floristic composition was compared to other forests of São Paulo, Minas Gerais, Bahia and Rio de Janeiro states using cluster analysis. The forest flora of the study area was most similar to that of forests in Espírito Santo, Minas Gerais, and Bahia. Dozens of species in the study area are restricted and rare in Atlantic forest; this area deserves special attention for biodiversity conservation. The Brazilian government should pay heed to the biological importance of this area and declare it an Environmental Protection Area, a type of conservation unit where

  20. Conhecimento e utilização da floresta pelos índios Waimiri-Atroari do Rio Camanau - Amazonas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Robert P Miller

    1989-01-01

    Full Text Available Os índios Waimiri Atroari têm hábitos e costumes bastantes intactos e retiram da floresta, roça e rio os materiais necessários para a alimentação, utensílios e moradia. Este trabalho objetivou fazer um levantamento preliminar do conheciamento e utilização da floresta pelos índios. Foram inventariados todas as árvores com DAP > 6cm em cinco parcelas de 10 x 20m, localizadas 0,5km da aldeia, ao longo de um transecto abrangendo um gradiente de terra firme - baixio. Foram coletadas amostras para herbário e anotadas informações sobre uso e nome indígena. Em 0.1 hectare foram encontradas 135 árvores de 60 espécies, sendo as famílias mais comuns: Lecythidaceae, Leguminosae sensu latu, Burseraceae, Bombacaceae e Lauraceae. Noventa e cinco por cento dessas espécies eram identificadas com um nome específico na língua Waimiri Atroari e as demais receberam um nome genérico ("wiwe ' que quer dizer árvore. De uma amostra de 34 espécies sessenta e cinco por cento tinham algum uso específico. Estes dados demonstram um alto grau de conhecimento e utilização da floresta pelos Waimiri Atroari.The Waimiri Atroari retain much of their original culture and take from the forest, river, and plantations their food and most of the materials necessary fpr construction, craft, and medicines. This study attempted to quantify their knowledge and use of forest. Five quadrats of 10 x 20m (total = 0,1 hectare were located along a transition from "terra firme" (upland to "baixio" (stream valley. Herbarium specimens were collected from trees above 6cm DBH, and Indian names and uses were recorded. In 0,1 hectare, 135 trees belonging to 60 species were found. Lecythidaceae, Leguminosae (sensu latu, Burseraceae, Lauraceae and Bombacaceae were the commonest families. Ninety-five percent of the species received a Waimiri Atroari name, and in a smller sample (n = 34, sixty-five percent of the species had some specific use. These results show a high degree of

  1. INFLUÊNCIA DAS FLORESTAS URBANAS NA VARIAÇÃO TERMO-HIGROMÉTRICA DA ÁREA INTRAURBANA DE CURITIBA – PR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Leal

    2014-12-01

    Full Text Available De modo a entender a influência das florestas urbanas na variação termo-higrométrica da área intraurbana da cidade de Curitiba, este trabalho teve como objetivo analisar a variação temporal e espacial da temperatura e da umidade relativa do ar em cada estação do ano e relacioná-la com a presença das florestas urbanas. Para a coleta dos dados meteorológicos foram estabelecidos 44 pontos de monitoramento em quatro transectos na malha urbana da cidade. Nestes pontos foram instalados miniabrigos meteorológicos com sensores modelo Hobo®, fixados nas hastes de sinaleiros e placas de sinalização. O monitoramento da temperatura e umidade relativa do ar foi realizado em períodos correspondentes às quatro estações do ano, com 22 dias de coleta e registro contínuo de dados em intervalos de 15 minutos. Nos quatro transectos analisados na área intraurbana de Curitiba foram encontradas diferenças termo-higrométricas significativas entre os pontos de monitoramento em todos os períodos analisados. Mesmo nas estações do ano de mais baixas temperaturas, o outono e o inverno, foram encontradas diferenças térmicas, relacionadas ao calor antropogênico. Pela análise do perfil longitudinal das temperaturas, observou-se curva semelhante ao perfil clássico das ilhas de calor urbano, com as maiores temperaturas nos locais com maior intensidade de ocupação e atividades antrópicas, como na área central e região centro-sul. As menores temperaturas foram encontradas em bairros residenciais e periféricos, como nas porções norte e noroeste do município e limite sul, além de se evidenciar o efeito do resfriamento das florestas urbanas presentes na área intraurbana, como os Parques Municipais Barigui e São Lourenço. As regiões com maior quantidade de áreas permeáveis, concentração de remanescentes florestais ou espaços verdes públicos apresentaram menores temperaturas e aumento da umidade relativa do ar.

  2. Equações de volume e de taper para quantificar multiprodutos da madeira em Floresta Atlântica Volume and taper equations for wood multiproducts quantification in Floresta Atlantica-Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Franklin Chichorro

    2003-12-01

    Full Text Available Este estudo foi conduzido com o objetivo de ajustar uma equação de volume, a partir do modelo logaritmizado de Schumacher & Hall (1933, para estimar o volume comercial, e uma equação de afilamento (taper, a partir do modelo de Demaerschalk (1972, para estimar a quantidade de multiprodutos de madeira de espécies da Floresta Atlântica. Os dados foram coletados na Gleba C da Floresta Nacional do Rio Preto - IBAMA, no município de Conceição da Barra-ES. Foram mensuradas 165 árvores em pé, subdivididas em dez classes de diâmetro, com qualidade de fuste QF1 e pertencentes às espécies com maior VI e, ou, espécies de valor comercial. Essas árvores reuniram 62 espécies e 38 famílias. A equação de volume ajustou-se bem aos dados, com 2 igual a 0,9815 e resíduos normalmente distribuídos. A equação de taper também ajustou-se bem aos dados, com 2 igual a 0,9346 e distribuição gráfica dos resíduos normal. Pelo teste F (Graybill, 1976, constatou-se que houve igualdade entre os diâmetros observados e os diâmetros estimados pela equação de taper. A partir de transformações algébricas da equação de taper, foram estimados a altura para um determinado diâmetro superior d e o volume do tronco ou de parte dele. Em seguida, podem ser estimados o número de toras e o respectivo volume, em função do comprimento da tora, do diâmetro superior d mínimo e do uso desejado, o que permite avaliar a árvore em pé.This study was carried out to estimate a volume equation from a logarithmic model of Schumacher & Hall (1933 for comercial volume determination and a taper equation from the model of Demaerschalk (1972, to estimate wood multiproducts yield in Floresta Atlântica. Data were collected in Gleba C (C Glebe, with 289.5 hectares, owned by Floresta Nacional do Rio Preto (Rio Preto National Forest, under the administration of IBAMA, located in Conceição da Barra - Espírito Santo, Brazil. A total of 165 standing trees were measured

  3. Produtos Florestais Não Madeireiros: Importância e Manejo Sustentável da Floresta

    OpenAIRE

    Fiedler, Nilton Cesar; Universidade Federal do Espírito Santo; Soares, Thelma Shirlen; UFVJM-Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri; Silva, Gilson Fernandes da; UFES

    2010-01-01

     A extração de produtos florestais não madeireiros no Brasil tem apresentado, a cada dia, grande importância social, econômica e ambiental, já que atua prioritariamente em pequenas propriedades e preserva parte importante da biodiversidade das florestas nativas. No entanto, as políticas públicas e o desenvolvimento científico devem estar voltados para disponibilizar, a estes projetos de extração, meios que permitam a manutenção de suas atividades sem que haja comprometimento de sua viabilidad...

  4. Efeito da colheita seletiva de madeira sobre algumas características físicas de um latossolo amarelo sob floresta na Amazônia Central Effect of selective logging on some physical characteristics of a yellow latosol under rainforest in Central Amazonia State

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Walane Maria Pereira de Mello-Ivo

    2006-10-01

    Full Text Available A colheita seletiva de madeira pode vir a ser uma forma sustentável de uso da terra para ecossistemas florestais da Amazônia, uma vez que permite a manutenção de parte considerável da biomassa florestal, diminuindo, assim, a perturbação nas áreas exploradas. Neste sentido, o presente estudo teve como objetivo avaliar o efeito da exploração seletiva de madeira sobre as características físicas de um Latossolo Amarelo. A área de estudo localiza-se a cerca de 80 km ao norte de Manaus e a vegetação é do tipo Floresta Ombrófila Densa. O número de árvores retiradas com um trator de esteiras D6, por arraste, em 1993, variou de sete a dez árvores/ha (DAP > 55 cm. O delineamento experimental foi do tipo blocos ao acaso, com três repetições. Seis tratamentos foram avaliados, equivalendo às seguintes classes de perturbação identificadas na área: trilha de trator, centro de clareira, borda da clareira/floresta, borda da floresta/clareira, floresta remanescente e floresta-controle. A colheita seletiva de madeira provocou modificações nas características físicas do solo, principalmente nas trilhas de trator, e representou, em média, 13,8 % da área total explorada. Os valores de densidade do solo e resistência à penetração foram maiores para o solo sob estas áreas, enquanto a macroporosidade e o volume de água disponível para as plantas apresentaram-se menores do que nas demais classes de perturbação. Estas classes foram menos afetadas, não se estabelecendo diferenças significativas para as características físicas do solo entre estas e a floresta-controle, indicando, assim, a colheita seletiva como uma prática de menor impacto para o solo dos ecossistemas florestais da Amazônia.Selective logging may become a form of sustainable use of Amazon forest ecosystems since most part of the forest biomass is maintained and the impacts on the exploited area are lower than in comparison to those under other land uses. The

  5. Composição da fauna edáfica em duas áreas de floresta em Santa Maria de Jetibá-ES, Brasil Edaphic fauna composition in two forest areas in Santa Maria do Jetibá-ES, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Geângelo Petene Calvi

    2010-01-01

    Full Text Available O tamanho, estrutura e diversidade vegetal dos fragmentos têm influência direta na taxa de decomposição da serrapilheira, por induzir uma comunidade específica da biota do solo. Este trabalho teve por objetivo a caracterização da fauna edáfica em áreas de floresta atlântica em diferentes estádios sucessionais em duas estações distintas do ano (verão e inverno no município de Santa Maria de Jetibá, ES. Utilizaram-se duas áreas com formações vegetais distintas em relação ao estádio sucessional, definidas como: floresta secundária ‘antiga’ (FSA e floresta secundária (FS. Para a coleta da fauna edáfica foram utilizadas armadilhas do tipo ‘pitfall’, onde em cada uma das áreas foi delimitado um talhão de aproximadamente 1 ha, e nestes foram distribuídas aleatoriamente 10 armadilhas. No total foram coletados 5009 indivíduos, separados em 29 grupos taxonômicos. O grupo taxonômico Díptera e o grupo funcional Holometábolos foram os mais representativos para a FSA no inverno e verão, e FS no inverno, diferindo deste comportamento, na FS no verão houve predomínio do grupo Formicidae e Sociais: Formicidae. Na área de FS, verifi cou-se maior número de indivíduos coletados, riqueza total e riqueza média em comparação com a FSA. Os melhores índices de diversidade e uniformidade foram verificados na estação inverno em ambas as áreas.The vegetal fragments size, structure and diversity have direct influence on the litter decomposition rate of decomposition, by inducing a soil biota specific community. This study was carried out to characterize the soil fauna in forest Atlantic areas with different successional stages in two different seasons (summer and winter in Santa Maria de Jetibá, ES, Brazil. Were used two areas with different vegetation types in relation to successional stage, defi ned as: Secondary Forest "Old" (SFO and Secondary Forest (FS. To edaphic fauna collect, were used "pit fall" traps where in

  6. Análise do mosaico silvático em um fragmento de floresta tropical estacional no sudeste do Brasil Silvatic mosaic analysis in a fragment of a tropical seasonal forest in southeastern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliana Cardoso Leite

    2008-06-01

    Full Text Available Este estudo foi realizado na "Mata da Câmara", um fragmento de floresta estacional semidecídual localizado em São Roque, SP, e teve como objetivos a identificação e análise do mosaico silvático, discutindo-se a arquitetura atual da floresta e inferindo sobre sua dinâmica de construção. Utilizou-se o método de inventário de linhas interceptadas, em que se amostraram três áreas de 50 × 105 m. Os resultados indicaram que as porcentagens de área ocupada por ecounidades em equilíbrio 2A foram de 46,8%, 48,6% e 75,7%, respectivamente nas três áreas estudadas. Pode-se concluir que na área A há uma floresta jovem, na área B uma floresta em fase de pré-maturidade com sinais de perturbações recentes e antigas e na área C uma floresta madura com alguns sinais de perturbações antigas. Comparando os resultados desta análise com aqueles obtidos através de levantamento fitossociológico, realizado na mesma área, a análise silvigenética mostrou ser mais uma importante ferramenta para discussão da dinâmica florestal, mas que em alguns caso tende a superestimar o grau de maturidade das florestas. No contexto dos fragmentos florestais remanescentes do Estado de São Paulo, pode-se dizer que a Mata da Câmara representa uma área de floresta relativamente bem preservada.This study was carried out in "Mata da Câmara", a fragment of a seasonal semideciduous forest, in São Roque - SP, Brazil. The objective of the present work was to identify and analyze the silvatic mosaic, by discussing its current architectural aspects and inferring about its construction dynamics. The line-intercept inventory method was used in three 50 x 105 m areas. The results showed that percentages of the area occupied by 2A steady-state eco-units, were 46.8%, 48.6%, and 75.7% for areas A, B and C respectively. It can be concluded that there is a young forest in area A; a pre-mature forest with signs of both recent and old disturbances in area B, and in

  7. Composição da fauna edáfica em duas áreas de floresta em Santa Maria de Jetibá-ES, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Geângelo Petene Calvi

    2010-01-01

    Full Text Available O tamanho, estrutura e diversidade vegetal dos fragmentos têm influência direta na taxa de decomposição da serrapilheira, por induzir uma comunidade específica da biota do solo. Este trabalho teve por objetivo a caracterização da fauna edáfica em áreas de floresta atlântica em diferentes estádios sucessionais em duas estações distintas do ano (verão e inverno no município de Santa Maria de Jetibá, ES. Utilizaram-se duas áreas com formações vegetais distintas em relação ao estádio sucessional, definidas como: floresta secundária ‘antiga’ (FSA e floresta secundária (FS. Para a coleta da fauna edáfica foram utilizadas armadilhas do tipo ‘pitfall’, onde em cada uma das áreas foi delimitado um talhão de aproximadamente 1 ha, e nestes foram distribuídas aleatoriamente 10 armadilhas. No total foram coletados 5009 indivíduos, separados em 29 grupos taxonômicos. O grupo taxonômico Díptera e o grupo funcional Holometábolos foram os mais representativos para a FSA no inverno e verão, e FS no inverno, diferindo deste comportamento, na FS no verão houve predomínio do grupo Formicidae e Sociais: Formicidae. Na área de FS, verifi cou-se maior número de indivíduos coletados, riqueza total e riqueza média em comparação com a FSA. Os melhores índices de diversidade e uniformidade foram verificados na estação inverno em ambas as áreas.

  8. Composição da fauna edáfica em duas áreas de floresta em Santa Maria de Jetibá-ES, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lopes Machado Deivid

    2010-03-01

    Full Text Available O tamanho, estrutura e diversidade vegetal dos fragmentos têm influência direta na taxa de decomposição da serrapilheira, por induzir uma comunidade específica da biota do solo. Este trabalho teve por objetivo a caracterização da fauna edáfica em áreas de floresta atlântica em diferentes estádios sucessionais em duas estações distintas do ano (verão e inverno no município de Santa Maria de Jetibá, ES. Utilizaram-se duas áreas com formações vegetais distintas em relação ao estádio sucessional, definidas como: floresta secundária ‘antiga’ (FSA e floresta secundária (FS. Para a coleta da fauna edáfica foram utilizadas armadilhas do tipo ‘pitfall’, onde em cada uma das áreas foi delimitado um talhão de aproximadamente 1 ha, e nestes foram distribuídas aleatoriamente 10 armadilhas. No total foram coletados 5009 indivíduos, separados em 29 grupos taxonômicos. O grupo taxonômico Díptera e o grupo funcional Holometábolos foram os mais representativos para a FSA no inverno e verão, e FS no inverno, diferindo deste comportamento, na FS no verão houve predomínio do grupo Formicidae e Sociais: Formicidae. Na área de FS, verifi cou-se maior número de indivíduos coletados, riqueza total e riqueza média em comparação com a FSA. Os melhores índices de diversidade e uniformidade foram verificados na estação inverno em ambas as áreas.

  9. Diversidade de formigas na Floresta Nacional de Chapecó, Santa Catarina, Brasil Ants diversity in Floresta Nacional de Chapecó in Santa Catarina State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Junir Antonio Lutinski

    2008-10-01

    Full Text Available A mirmecofauna da Floresta Nacional de Chapecó, Gleba I, foi estudada por coletas semanais realizadas de dezembro de 2003 a dezembro de 2004. Foram utilizadas armadilhas do tipo malaise, pit-fall, iscas com sardinha, iscas com glicose, rede de varredura, guarda-chuva entomológico e funil de Berlese. Três constituições vegetais foram amostradas, sendo pinus, eucalipto e Floresta Ombrófila Mista e Floresta Estacional Decidual. Foram capturadas 137.019 espécimes de nove subfamílias, 18 tribos, 36 gêneros e 121 espécies. Os índices de diversidade de Margalef obtidos foram 9,9; 9,7 e 12,6; de Shannon e Wiener 3,0; 3,2 e 3,4 e de equitabilidade de 0,69; 0,73 e 0,74, para as áreas com pinus, eucalipto e mata nativa, respectivamente. Estes resultados indicam uma distribuição mais uniforme na comunidade da mata nativa, caracterizando-se como um importante reservatório espécies de formigas no Oeste catarinense.Mirmecofauna of the Floresta Nacional de Chapecó, Field I, was studied by weekly collections from December of 2003 to December of 2004. Malaise, pit-fall, sardine baits, glucose baits, sweeping net, entomological umbrella and Berlese funnel had been used. Three vegetal constitutions where showed, like pinus, eucalyptus Ombrófila Mista and Estacional Decidual native forests. 137.019 specimens of nine subfamilies, 18 tribes, 36 generas and 121 species were captured. The indices of diversity of Margalef were 9.9; 9.7 and 12.6; of Shannon and Wiener 3.0; 3.2 and 3.4 and of equitability of 0.69; 0.73 and 0.74, for the areas with pinus, eucalyptus and native forest, respectively. These results indicate a more uniform distribution in the community of the native forest, characterizing itself as an important reservoir species of ants in the West region of the Santa Catarina State, Brazil.

  10. Estoque de C e Abundância Natural de 13C em Razão da Conversão de Áreas de Floresta e Pastagem em Bioma Mata Atlântica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denilson Dortzbach

    2015-12-01

    Full Text Available RESUMO Conversões da cobertura vegetal decorrentes do manejo podem alterar o estoque de carbono e a abundância natural de 13C. Objetivou-se avaliar o estoque de C e a abundância natural de 13C em áreas de sucessão de floresta (F e pastagem (P, com diferentes tempos de uso, na Floresta Atlântica no Estado de Santa Catarina. Sete sucessões de uso entre F e P foram definidas por fotografias aéreas tomadas em 1957, 1978 e 2008, entrevistas com moradores e escolha de áreas com florestas em estádio médio de regeneração. As sucessões foram identificadas como FFP, FPF, FFP, FPP, PFF, PPF, PPP, em que a primeira letra se refere ao uso observado em 1957; a segunda, em 1978; e a terceira, em 2008. Foram coletadas amostras de solo nas camadas de 0,00-0,10; 0,10-0,20; 0,20-0,30; 0,30-0,40; 0,40-0,50; 0,50-0,60; 0,60-0,80 e 0,80-1,00 m. Quantificaram-se os teores de carbono orgânico total (COT, abundância de C (δ13C, densidade do solo (Ds e estoque de carbono (ECOT. A conversão de F em P proporcionou aumento da Ds e reduções nos teores de COT e no ECOT do solo. O maior valor de ECOT ocorreu nas áreas atualmente ocupadas por florestas, mesmo tendo sido utilizadas como pasto anteriormente. Áreas de floresta secundária tenderam, em relação aos teores de COT, a um novo equilíbrio, dado que foram verificados teores de COT superiores aos quantificados em áreas de floresta primária. As áreas de floresta e pastagem, com diferentes idades de uso e nas diferentes profundidades de solo avaliadas, evidenciaram respostas na δ13C, resultando em diferentes assinaturas isotópicas, confirmando a mudança de uso de plantas C3 para C4. Em pastagens com 50 anos de uso, na camada de 0,00-0,10 m, 66 % do COT do solo ainda é derivado da floresta original. A análise de componentes principais (ACP indicou que o COT foi o atributo que melhor discriminou as alterações em razão do uso da terra, nas diferentes camadas de solo.

  11. MODIFICAÇÕES NA ESTABILIDADE DE AGREGADOS NO SOLO DECORRENTES DA INTRODUÇÃO DE PASTAGENS EM ÁREAS DE CERRADO E FLORESTA AMAZÔNICA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Regina Márcia Longo

    1999-12-01

    Full Text Available RESUMO Com o presente trabalho objetivou-se avaliar os impactos decorrentes da remoção das coberturas originais e seu posterior uso agrícola tomando-se, para tanto, duas distintas condições fisiográficas brasileiras - cerrado e floresta amazônica, tendo como atributos primordiais de análise as modificações da estrutura/agregação dos solos. As áreas selecionadas para as investigações foram Porto Velho, RO (floresta e Senador Canedo, GO (cerrado de ocorrência de Latossolos argilosos, cujas amostras foram coletadas ao longo de transeções contendo 24 pontos (pequenas trincheiras de 60 cm de profundidade, 12 sob vegetação natural (floresta e cerrado e 12 sob pastagem plantada, em cada uma das áreas de estudo; em seguida, estas foram analisadas quanto à distribuição e estabilidade de agregados em água. Verificou-se diminuição acentuada no diâmetro médio dos agregados (DMP no sentido vegetação natural-pastagem, sendo mais pronunciada na região do cerrado; de maneira geral, os maiores valores foram observados na região amazônica em que a remoção da cobertura vegetal original promoveu efeitos negativos sobre os atributos dos solos estudados, notadamente sobre a estrutura/agregação dos mesmos, mostrando a fragilidade dos solos dos ecossistemas brasileiros, quando submetidos ao cultivo.

  12. A Floresta e o Jardim no Brasil do Século XIX

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Solange de Aragão

    2013-07-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho é colocar em discussão o processo cultural de transformação da paisagem brasileira no século XIX a partir da destruição de amplas áreas florestadas para cultivo, criação de gado, exploração de minérios e coleta de determinadas espécies da flora e da fauna. Por outro lado, procura-se demonstrar a concomitante difusão e transformação do jardim da casa brasileira, que se europeíza no momento em que a floresta se torna símbolo do nacionalismo – jardim este cultivado não apenas na área urbana, mas também junto às construções implantadas nas áreas desmatadas da floresta. Para isto, adotamos como ponto de partida obras como A ferro e fogo: a história e a devastação da mata atlântica brasileira (1996, de Warren Dean, e Sobrados e mucambos e Nordeste (1936, de Gilberto Freyre, considerando ainda, na análise, os relatos de viagem do século XIX e textos da literatura brasileira que tratam da transformação da paisagem neste período.

  13. Influência da herbivoria de formigas cortadeiras no sucesso reprodutivo de espécies arbustivo-arbóreas da Floresta Atlântica Nordestina

    OpenAIRE

    Santos Barbosa, Veralucia

    2009-01-01

    Consumindo principalmente folhas, as formigas cortadeiras (LCA) são os herbívoros dominantes de florestas Neotropicais. A herbivoria foliar induz as plantas a alocarem os produtos fotossintéticos para compensar as perdas de tecidos vegetativos, o que gera um desequilíbrio entre as demandas reprodutivas e vegetativas em plantas adultas, e reduz a sobrevivência e o crescimento de plântulas. Este trabalho avaliou a influência da herbivoria por LCA: (1) no sucesso reprodutivo de se...

  14. Influência da época seca na qualidade do aporte foliar em floresta semidecidual

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Nogueira Scoriza

    2014-09-01

    Full Text Available A serrapilheira apresenta uma importante função na ciclagem de nutrientes florestais, sendo as folhas as principais transportadoras desses nutrientes. Como a dinâmica da Floresta Estacional Semidecidual é fortemente demarcada pelos fatores climáticos, o objetivo deste trabalho é avaliar a influência temporal da temperatura e precipitação no aporte de carbono (C e nitrogênio (N foliares em fragmentos florestais. O estudo foi desenvolvido em cinco fragmentos florestais em Sorocaba, SP, onde foram demarcadas dez parcelas de 100m2, sendo instalados três coletores cônicos de 0,25m2 em cada. A coleta da serrapilheira foi feita de março a julho de 2008, onde o material foliar foi separado do restante da serrapilheira. Para a avaliação do teor de C e N foram sorteadas cinco amostras por mês, sendo estas moídas e analisadas. O teor e a quantidade de C e N apresentaram diferenças entre os meses. O carbono esteve diretamente relacionado com a quantidade de folhas aportadas enquanto que o nitrogênio esteve relacionado diretamente com a temperatura e a precipitação.

  15. Desmatamento e a contribuição econômica da floresta na Amazônia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Terciane Sabadini Carvalho

    2016-06-01

    Full Text Available Resumo Este artigo analisa, do ponto de vista econômico, a contribuição da floresta desmatada para a economia da Amazônia Legal entre 2006 e 2011, assim como os efeitos de uma política de controle do desmatamento entre 2012 e 2020. Para isso, utilizou-se um modelo de equilíbrio geral computável (EGC inter-regional, construído para capturar as especificidades e heterogeneidade de 103 microrregiões da Amazônia Legal. As simulações da contribuição econômica do desmatamento para essas regiões permitiriam avaliar o custo relativo de políticas de controle, estimando o valor implícito do desmatamento na dinâmica econômica. Os resultados apontam uma contribuição positiva, embora pequena, do desmatamento para o crescimento econômico da Amazônia de 2006 a 2011. Este resultado é reforçado pelos impactos econômicos de uma política hipotética de controle do desmatamento, que sugerem uma perda apenas marginal sobre o crescimento econômico dessas regiões.

  16. PROBLEMAS SOCIOAMBIENTAIS NAS ÁREAS DA FLORESTA OMBRÓFILA MISTA NA REGIÃO DO ALTO URUGUAI- RS

    OpenAIRE

    Ivete Rodrigues; Liziane Dark de Godoy Psidonik; Roselaine Iankowski Corrêa da Silva

    2017-01-01

    Neste trabalho buscamos apresentar um panorama sobre as questões socioambientais que afetaram a Floresta Ombrófila Mista, mais especificamente, a Mata de Araucárias, espécies encontradas na Região Sul do Brasil por seu clima predominantemente frio, e altitudes elevadas. Para este estudo, consideramos o recorte espacial da Microrregião de Erechim (IBGE,2010). Esta pesquisa consistiu na revisão bibliográfica, as quais foram essenciais e determinantes para a construção do conhecimento sobre a te...

  17. Regeneração de espécies nativas lenhosas sob plantio de Eucalyptus em área de Cerrado na Floresta Nacional de Paraopeba, MG, Brasil Regeneration of wood natives species under Eucalyptus stand of Cerrado area in the Floresta Nacional of Paraopeba, Minas Gerais, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andreza Viana Neri

    2005-06-01

    Full Text Available A regeneração de sub-bosques em plantios homogêneos tem estreita dependência de florestas vizinhas. Outros fatores exercem influência, como a ecologia da dispersão da espécie, os efeitos de borda e clareiras. Diante disto, procurou-se conhecer a florística e a estrutura da vegetação lenhosa de espécies nativas sob plantio de Eucalyptus em área de Cerrado na Floresta Nacional de Paraopeba, MG, e verificar a variação da riqueza, da densidade e de indivíduos zoocóricos e anemocóricos da borda para o interior do talhão. Para tal, foram alocadas cinco parcelas de 5×40 m, subdivididas em parcelas 5×10 m. Foram encontradas 47 espécies e destas as que se destacaram foram Magonia pubescens A. St.-Hil.e Miconia albicans (Sw. Triana, principalmente quanto à alta densidade. Das espécies amostradas 53% possuem dispersão zoocórica e 43% anemocórica. Verificou-se também a diminuição da riqueza, da densidade e da percentagem de indivíduos anemocóricos da borda para interior. Porém a percentagem de indivíduos zoocóricos aumentou no interior do talhão. A maior riqueza e densidade na borda dá-se pela dificuldade da dispersão de diásporos no interior do fragmento. O índice de diversidade (H'= 2,49 encontrado para este estudo foi próximo aos valores observados em estudos em regeneração sob Eucalyptus em áreas de Cerrado.The regeneration of understory in homogeneous stands is closely dependent of neighbour forests. Others factures also have influency such as the species dispersion ecology, the border effects and clearings. Therefore, the objective of this work were to study the floristic and structure of native woody plant species growing under stands of Eucalyptus in the Cerrado area in the Flona (Floresta Nacional - National Forest of Paraopeba, Minas Gerais, Brazil, and to determine the variations in richness, density and the zoochorous and anemochorous individual dispersions from the borders into the stand. To carry out

  18. Análise da estrutura e do estoque de fitomassa de uma floresta secundária da região de Manaus AM, dez anos após corte raso seguido de fogo Biomass stock and structural analysis of a secondary forest in Manaus (AM region, ten years after clear cutting followed by fire

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriano José Nogueira Lima

    2007-01-01

    Full Text Available Na Amazônia, o fogo é ainda o principal trato cultural utilizado no preparo de solo para agricultura e pecuária, tanto pelos pequenos como pelos grandes fazendeiros. Combinando à baixa fertilidade do solo e ao baixo preço da terra, assim que as fontes naturais de nutrientes são exauridas, as áreas são abandonadas e novas florestas primárias são derrubadas e queimadas. Por conta disso, grandes extensões de área da Amazônia são cobertas por florestas secundárias originadas de áreas abandonadas pela agricultura ou pastagem. Este estudo foi conduzido em uma área experimental usada em uma pesquisa sobre eficiência de combustão e emissão de gás carbônico da floresta amazônica, localizada aproximadamente 50 km ao norte de Manaus. A vegetação da área experimental foi derrubada e queimada em 1991, simulando as condições em que o pequeno agricultor prepara o solo para plantios de subsistência. Dez anos após a queimada, a floresta secundária ainda é bastante diferente da floresta original. As espécies vegetais dominantes são, principalmente, das famílias botânicas Annonaceae, Arecaceae, Burseraceae, Cecropiaceae, Euphorbiaceae, Fabaceae, Lecythidaceae, Melastomataceae, Mimosaceae, Sapindaceae e Sterculiaceae. O estoque de biomassa recuperado, dez anos após a formação da capoeira estudada, é de aproximadamente 16%, ou seja, a capoeira apresenta um estoque médio de 56,2 t.ha-1 ± 12 (IC 95%, enquanto que o estoque da floresta primária é de 339,7 t.ha-1 ± 66,7 (IC 95 %.In Amazonia, fire is widely used for soil preparation in the agriculture and cattle ranching, either by small or big farmers. The combination of low fertility of the soil and low price of the land usually leads to typical shift cultivation as soon as the natural sources of nutrients are exhausted, when new primary forests are felled and burned. Due to that, secondary forests originated from abandoned agriculture or pasture activity projects cover huge

  19. CORRELAÇÃO ENTRE VOLUMETRIA DE FLORESTAS DE EUCALIPTO E PRODUTIVIDADE E CUSTOS DE MÁQUINAS DE COLHEITA DE MADEIRA1

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Stanley Schettino

    2015-10-01

    Full Text Available RESUMO A mecanização das atividades de colheita florestal tornou-se imperiosa para a sua sustentabilidade, buscando ganhos de produtividade e redução de custos operacionais. Como a produtividade e o custo operacional das máquinas florestais podem ser influenciados pela volumetria das florestas (m3/ha, o conhecimento dessa correlação vem a ser importante ferramenta de trabalho no planejamento da colheita. Este estudo foi desenvolvido em áreas de colheita de eucalipto no Estado de Minas Gerais, e seu principal objetivo foi analisar técnica e economicamente as atividades de colheita florestal mecanizada, bem como sua correlação com a volumetria das florestas. Para isso, foram aplicadas técnicas estatísticas de regressão linear e análise de correlação entre a variável volumetria das florestas e produtividade e custos operacionais das máquinas de colheita. Os resultados indicaram haver forte correlação entre a volumetria das florestas e a produtividade das máquinas, bem assim com os custos operacionais, demonstrando maiores produtividades das máquinas e menores custos de colheita com o incremento da volumetria das florestas. O feller buncher apresentou maior correlação, seguido das máquinas de extração (skidder e clambunck skidder e da garra traçadora, sendo esta, provavelmente, mais sensível a outros fatores operacionais. A volumetria das florestas deve ser levada em consideração quando da indicação e dimensionamento das máquinas no momento da colheita, bem como no planejamento das atividades, de forma a aumentar a produtividade das atividades e contribuir para a redução dos custos operacionais.

  20. Classificação fitogeográfica das florestas do Alto Rio Xingu Phytogeographical classification of the Upper Xingu River forest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Natália Macedo Ivanauskas

    2008-01-01

    Full Text Available Este trabalho propõe a inclusão da categoria Floresta Estacional Perenifólia no sistema oficial de classificação da vegetação brasileira, devido às particularidades florísticas e fisionômicas da floresta da borda sul-amazônica, que atinge maior amplitude geográfica na região do Alto Rio Xingu. Para justificar essa inclusão são apresentadas as características ambientais (clima, solo, hidrologia e diferenças fisionômicas e florísticas entre as florestas do Alto Xingu e demais florestas ombrófilas da Bacia do Amazonas e estacionais do Planalto Central.This paper proposes the inclusion of the "Evergreen Seasonal Forest" category in the official system used to classify Brazilian forests. This proposal is based upon the floristic and physiognomic particularities of the Southern Amazonian forest, which reach a greater magnitude around the Upper Xingu River. In order to justify the inclusion, the paper reports environmental characteristics (climate, soil and hydrology as well as floristic and physiognomic differences between the Upper Xingu River forest and both the Ombrophilous Forest from the Amazon Basin and the Seasonal Forest of the Central Plateau.

  1. Ecologia da paisagem: mapeamento da vegetação da Reserva Biológica da Serra do Japi, Jundiaí, SP, Brasil Landscape ecology: vegetation map of the Reserva Biológica da Serra do Japi, Jundiaí, SP, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliana Cardoso-Leite

    2005-06-01

    Full Text Available Foi realizado o mapeamento da vegetação da Reserva Biológica (REBIO Municipal da Serra do Japi, Jundiaí, SP, por meio de fotointerpretação analógica, em escala 1:30.000. O mapa foi digitalizado e transferido para computador pelo sistema de informação geográfica (Idrisi e posteriormente para o programa Corel Draw. Foram identificadas, mapeadas e descritas oito unidades de paisagem (UP sendo três antrópicas (solo exposto, campo antrópico e reflorestamento homogêneo e cinco naturais (floresta estacional semidecidual montana dossel uniforme - microfanerófitos; floresta estacional semidecidual montana dossel uniforme - mesofanerófitos; floresta estacional semidecidual montana dossel emergente; floresta estacional semidecidual aluvial dossel emergente e refúgio montano arbustivo. As unidades naturais somaram 98,46% do total dos 2.071,20 ha da área, indicando que a Reserva vem cumprindo seu papel na preservação do ecossistema em questão. No entanto, como algumas unidades não tem expressiva representatividade na área, e como existe grande extensão de floresta no entorno da Reserva, sugere-se a ampliação e a transformação da mesma em uma unidade que contemple inclusive a visitação pública como forma de auxiliar no processo de conservação. Sugere-se que a área seja transformada em parque estadual, cujo nome poderia ser Parque Estadual da Serra do Japi.It was realized the vegetation map of the Reserva Biológica Municipal da Serra do Japi, at Jundiaí, São Paulo State, by analogical photointerpretation, on the scale 1:30.000. The map was digitized and changed to computer by the geographical information system - Idrisi, and then to the Corel Draw program. Eight landscape units, three anthropic - bare earth, anthropic prairie, homogeneous reforestation, and five natural units - mountainseasonal semideciduous forest with uniform canopy and microphanerophyts, mountain seasonal semideciduous forest with uniform canopy and

  2. Óxidos de ferro e área superficial de Latossolo subtropical sob campo e floresta nativa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alberto Vasconcellos Inda

    2014-02-01

    Full Text Available As condições climáticas atuais indicam avanço da vegetação de floresta sobre os campos na região dos Campos de Cima da Serra no Rio Grande do Sul. Essa mudança na vegetação altera o conteúdo de matéria orgânica e a umidade do solo. Este estudo objetivou avaliar os óxidos de ferro pedogênicos em um Latossolo sob campo e floresta nativa e relacionar os mesmos com os teores de carbono orgânico e a área superficial específica do solo. Os teores de carbono orgânico são maiores no solo sob floresta e, possivelmente, influenciaram processos dissolutivos de óxidos de ferro cristalinos e a neoformação de tipos metaestáveis de baixa cristalinidade. O incremento de C orgânico no solo sob floresta elevou expressivamente a área superficial específica do solo, mascarando o efeito geralmente positivo dos óxidos de Fe sobre essa característica física.

  3. Risk assessment of environmental exposure to mercury in the urban area of Alta Floresta, Mato Grosso State - Amazonian basin - Brazil; Avaliacao do risco potencial para a saude humana da exposicao ao mercurio na area urbana de Alta Floresta, Mato Grosso - Bacia Amazonica - Brasil

    Energy Technology Data Exchange (ETDEWEB)

    Hacon, Sandra de Souza

    1996-07-01

    Mercury contamination in the Amazon basin is a consequence of the intensive and extensive use of metallic Hg in gold mining activities which use the amalgamation process. Mercury vapor is the main form of Hg released in the Amazonian ecosystem. However, some studies have shown that enhanced biotransformation of inorganic mercury into organic Hg is occurring. These two forms of Hg have some properties in common but differ in toxicity and metabolic behavior. Knowledge of the fate and transport of Hg in the Amazon basin is especially important for the assessment of the extent of contamination, as well as the characterization of exposed groups. the present study attempts to evaluate the Hg exposure scenario as well as to assess the quantitative risk (from Hg emission) for workers in gold-dealers' shops and for the general population in the urban area of Alta Floresta. The way that are was populated and the regional and local economy history, particularly in connection with the commercialization of gold in the region, are important factors in the study of the exposure scenario in Alta Floresta. Assessment of exposure pathways has shown that the adult and infant populations of Alta Floresta are exposed to low dose levels of Hg. Fish consumed locally shows high concentrations of Hg, ranging from 0,5 to 3,6 mg/kg. However, due to the low consumption of fish by the general population this exposure pathway has little effect on the health of the general public. Fishermen and their families are those most at risk from Hg intoxication. Workers in gold shops are another critical group, in relation to exposure to Hg vapor. As for the infant population, above 4 years old, inhalation of Hg vapor is the main source of the exposure, one exception being to children of fishermen whose pattern of fish consumption is similar to their parents. These are the two groups at risk from fish ingestion. Infants between 1 and 4 years of age are the group most likely to suffer adverse effects from

  4. Risk assessment of environmental exposure to mercury in the urban area of Alta Floresta, Mato Grosso State - Amazonian basin - Brazil; Avaliacao do risco potencial para a saude humana da exposicao ao mercurio na area urbana de Alta Floresta, Mato Grosso - Bacia Amazonica - Brasil

    Energy Technology Data Exchange (ETDEWEB)

    Hacon, Sandra de Souza

    1996-07-01

    Mercury contamination in the Amazon basin is a consequence of the intensive and extensive use of metallic Hg in gold mining activities which use the amalgamation process. Mercury vapor is the main form of Hg released in the Amazonian ecosystem. However, some studies have shown that enhanced biotransformation of inorganic mercury into organic Hg is occurring. These two forms of Hg have some properties in common but differ in toxicity and metabolic behavior. Knowledge of the fate and transport of Hg in the Amazon basin is especially important for the assessment of the extent of contamination, as well as the characterization of exposed groups. the present study attempts to evaluate the Hg exposure scenario as well as to assess the quantitative risk (from Hg emission) for workers in gold-dealers' shops and for the general population in the urban area of Alta Floresta. The way that are was populated and the regional and local economy history, particularly in connection with the commercialization of gold in the region, are important factors in the study of the exposure scenario in Alta Floresta. Assessment of exposure pathways has shown that the adult and infant populations of Alta Floresta are exposed to low dose levels of Hg. Fish consumed locally shows high concentrations of Hg, ranging from 0,5 to 3,6 mg/kg. However, due to the low consumption of fish by the general population this exposure pathway has little effect on the health of the general public. Fishermen and their families are those most at risk from Hg intoxication. Workers in gold shops are another critical group, in relation to exposure to Hg vapor. As for the infant population, above 4 years old, inhalation of Hg vapor is the main source of the exposure, one exception being to children of fishermen whose pattern of fish consumption is similar to their parents. These are the two groups at risk from fish ingestion. Infants between 1 and 4 years of age are the group most likely to suffer adverse effects

  5. Usos e diversidade da vegetação lenhosa às margens do Riacho do Navio, no município de Floresta - PE.

    OpenAIRE

    José Serafim Feitosa Ferraz

    2004-01-01

    O presente trabalho visou identificar as relações entre a comunidade local e os recursos da vegetação lenhosa nativa da mata ciliar do riacho do Navio, município de Floresta, Pernambuco, área de preservação permanente protegida por lei e situada próxima às habitações desses informantes. Foram realizados levantamentos para o estudo do conhecimento botânico local através de observação direta e entrevistas semi-estruturadas. Parcelas amostrais foram lançadas em cinco fragmentos de mata mais c...

  6. Avaliação de impactos ambientais de rodovias no Módulo II da Floresta Estadual do Amapá

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gleyce Vilhena

    2017-12-01

    Full Text Available A rede rodoviária no Amapá é fundamental para o desenvolvimento das atividades produtivas nas cadeias extrativistas, florestal e mineral. A Floresta Estadual do Amapá (FLOTA, Unidade de Conservação de uso sustentável, foi implantada visando entre outras atividades, aproveitar o grande potencial dos recursos florestais. Composta de quatro módulos-áre é acessada através de rodovias conectadas aos dois principais eixos rodoviários do Estado, as BR-210 e 156. Esta pesquisa buscou realizar a avaliação dos impactos ambientais causados pela alteraçao do relevo na construção da rodovia de acesso ao entorno do modulo II da FLOTA e elaborar um modelo menos impactante para acesso às areas de manejo florestal. Para a avaliação de impactos utilizou-se o método de sobreposição de cartas com suporte na Matriz de Leopold. Constatou-se que os impactos ambientais causados pela estrada implantada no entorno, apresentam maior magnitude e importância quando comparados aos impactos do modelo de projeto geométrico proposto, elaborado com maior precisão na análise dos elementos do relevo.

  7. Precipitação efetiva em diferentes formações florestais na floresta nacional de ipanema

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kelly Cristina Tonello

    2014-04-01

    Full Text Available O presente trabalho foi conduzido na Floresta Nacional de Ipanema, unidade de conservação de uso sustentável localizada no município de Iperó-SP, com o objetivo de quantificar e comparar as frações de precipitação efetiva e interceptação da chuva em três povoamentos florestais distintos, sendo eles: Eucalyptus cloeziana, Pinus caribea var. hondurensis e Floresta Estacional Semidecidual. Para tanto, realizou-se o monitoramento das variáveis precipitação interna, escoamento pelo tronco, interceptação e precipitação em aberto em cada formação florestal, ao longo do período de novembro de 2009 à maio de 2010. O estudo revelou a precipitação efetiva de 86,2%, 85,0% e 77,2%; interceptação de 13,8%, 15,0% e 22,8% em relação à precipitação em aberto em Eucalyptus cloeziana, Pinus caribea var. hondurensis e Floresta Estacional Semidecidual, respectivamente. A influência dos povoamentos na distribuição da chuva apresentou diferença significativa somente para o processo de interceptação entre Floresta Estacional Semidecidual e os demais.

  8. As viagens e o discurso autobiográfico de Nísia Floresta

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Constância Lima Duarte

    2009-12-01

    Full Text Available Nos livros em que registrou suas viagens pela Europa, Nísia Floresta deixou também, ao lado de reflexões sobre as novas culturas, depoimentos importantes da própria vida. Aliás, praticamente tudo o que se sabe hoje sobre a autora foi encontrado em seus livros, independente deles serem poemas, romances, crônicas ou ensaios, tal o caráter autobiográfico de sua obra. Para este momento, tratarei de um dos livros de viagem: o Itinerário de uma viagem à Alemanha, escrito em francês e publicado em Paris, em 1857. Em seu relato, Nísia Floresta vai privilegiar não a história da cidade que visita, mas a própria subjetividade, ou seja, as emoções que os objetos e os lugares lhe despertam. Através da memória, ela busca reminiscências da infância, ou vai ao encontro de familiares distantes, estejam eles vivos ou não, como forma de novamente re-viver momentos de felicidade. A narradora se coloca no centro da escritura, se auto contempla romanticamente, e tudo o mais parece girar à sua volta.

  9. Teias de um Observatório para a saúde das populações do campo, da floresta e das águas no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Ferreira CARNEIRO

    2014-06-01

    Full Text Available A Política Nacional de Saúde Integral das Populações do Campo, da Floresta e das Águas reconhece a dívida histórica do Estado brasileiro com a saúde dessas populações, apresenta a necessidade de superação do modelo de desenvolvimento econômico e social na busca de relações homem–natureza responsáveis e promotoras da saúde. Como fruto da implantação dessa política, pensando no seu monitoramento e avaliação, estruturou-se em 2012 um Observatório denominado OBTEIA. Objetiva-se apresentar a experiência desse Observatório, focando o seu processo metodológico e nos principais resultados. Este Observatório vem sendo estruturado a partir da criação de uma Teia de Saberes e Práticas, que envolve movimentos sociais, academia e gestoras(es/trabalhadoras(es do Sistema Único de Saúde. O foco das ações tem sido o de visibilizar essa população por meio de um portal interativo na internet (www.saudecampofloresta.unb.br, coleta e processamento de informações, notícias, estudos, vídeos, cadernos, bem como promover o debate acerca de referenciais críticos e métodos de pesquisa coerentes com o modo de viver dessas populações. Essa experiência vem possibilitando o envolvimento de distintos grupos e seu reconhecimento político dessa ferramenta como estratégia de fortalecimento e melhoria da produção de informações capazes de disparar ações e decisões focadas nas populações do campo, da floresta e das águas.

  10. Macro-nutrientes no lençol freático em Floresta Intacta, Floresta de Manejo e Pastagem no norte de Mato Grosso Macro-nutrients in the water sheet in Mature Forest, Management Forest and Pasture in the north of Mato Grosso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nara Luisa Reis de Andrade

    2008-12-01

    Full Text Available A remoção de uma cobertura florestal e sua substituição por outras formas de uso do solo tem sido uma constante no norte do estado de Mato Grosso podendo alterar os ciclos hidrológicos e biogeoquímicos dos ecossistemas. Neste contexto, o presente trabalho visou identificar a variação do fósforo e nitrogênio das águas do lençol freático em áreas de Floresta de Transição madura e intacta (Floresta Intacta, Floresta de Transição Manejada (Floresta Manejada e Pastagem localizadas no norte de Mato Grosso. Foram realizadas mensalmente medidas do nível do lençol freático, de coletas de amostras de água para análises físico-químicas e medições de precipitação e temperatura do ar, no período de janeiro/2005 a novembro/2006. Verificou-se uma sazonalidade na precipitação e na temperatura do ar. No período de estiagem as águas do lençol freático apresentaram maiores teores de nitrogênio e de fósforo total nas três áreas em estudo. Os maiores valores de nitrogênio e fósforo foram detectados nos ecossistemas florestais (Florestas Intacta e Manejada como indicativo da função da cobertura vegetal na ciclagem dos nutrientes.Forest removal for other land uses has been a constant in the north of Mato Grosso and can alter the hydrological and biochemical cycles. In this context, the present work aims to identify the variation of phosphorus and nitrogen in the water sheet in areas of Mature Forest, Management Forest and Pasture in the north of Mato Grosso. The water level was measured monthly and water samples for analysis were collected monthly from January/2005 to November/2006. We verified the precipitation and the air temperature seasonality, and in the dry season the quality of the water sheet presented greater values of total phosphorus and total Kjeldhal nitrogen in the studied areas. The phosphorus and nitrogen presented greater values in forest ecosystems (Forest and Management Forest as indicative of the function

  11. Estrutura de uma floresta tropical dez anos após exploração de madeira em Moju, Pará

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Cristóvam da Silva Jardim

    Full Text Available RESUMO Estudos das dinâmicas florística e estrutural em áreas de exploração florestal permitem avaliar os impactos e fornecem informações básicas para o manejo florestal racional. Nesse contexto, as dinâmicas florística e estrutural foram avaliadas em uma floresta tropical, dez anos após sua exploração madeireira. O experimento foi executado em 200 ha do Campo Experimental da Embrapa Amazônia Oriental, em Moju, PA, onde foi feita a exploração madeireira. No entorno de nove clareiras selecionadas foram instaladas faixas de 10 m x 50 m, divididas em parcelas quadradas de 10 m de lado (1 a 5, onde foram inventariadas as plantas com DAP ≥ 5 cm. Nas parcelas 1, 3 e 5 e no centro da clareira foram instaladas subparcelas de 2 m x 2 m, onde foram medidos os indivíduos com altura ≥ 10 cm e DAP < 5 cm. O monitoramento da floresta abrangeu um período de nove anos e meio, entre março de 1998 e outubro de 2007. A análise estrutural foi feita com base nos parâmetros de abundância, frequência, dominância, regeneração natural, posição sociológica e índice de valor de importância ampliado (IVIA, sendo comparadas as estruturas da floresta dos anos de 2007 e 1998. Dez anos após a exploração, a alta heterogeneidade foi mantida e aumentou no povoamento mais jovem, graças ao ingresso de espécies com forte demanda por luz. Entretanto, a composição florística e a estrutura da floresta manejada ainda mostram grande importância de espécies que, em florestas não perturbadas, não teriam grande expressão em termos de IVIA.

  12. Análise da composição florística e fitossociológica da floresta nacional do Tapajós com o apoio geográfico de imagens de satélites Analysis of the floristic and phytosociologic composition of Tapajós national forest with geographic support of satellite images

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Del Bon Espírito-Santo

    2005-06-01

    Full Text Available O objetivo desse trabalho foi analisar a distribuição da cobertura vegetal de diversas porções da Floresta Nacional (FLONA do Tapajós (FNT, no Pará, através de atributos florísticos e fitossociológicos apoiados por imagens de satélites, em áreas de floresta primária (FP e floresta secundária (FS. Para isso foram amostrados 35 transectos de 10 m ' 250 m em áreas de FP de alto e baixo platô, incluindo também as áreas alteradas por de corte florestal seletivo de madeira e 29 transectos de 10 m ' 100 m em áreas de FS em vários estágios regenerativos. Em cada um desses transectos foram levantadas informações dendrométricas como DAP (Diâmetro à Altura do Peito, altura total (AT e altura comercial (AC, além de localização dos indivíduos arbóreos dentro das amostras. Os diâmetros de inclusão para as áreas de floresta primária e secundária foram de 10 cm e 3 cm, respectivamente. Foram inventariados 7666 indivíduos (6607 árvores ou arbustos e 1059 palmeiras em uma área amostral de 11,65 ha, distribuídos em diferentes regiões da FNT. Foram identificadas em áreas de FP e FS 190 espécies de árvores, arbustos e palmeiras distribuídas entre 153 gêneros e 46 famílias. Nas FP e FS foi encontrado um índice de diversidade de Shannon-Wiener (H' de 4,44 e 4,09 nits.indivíduos-1, respectivamente, indicando uma alta diversidade biológica para essas duas fitofisionomias. Através de análises multivariadas foi possível concluir que existe uma diferença florística e quantitativa na porção norte, centro e sul da FLONA. As áreas de FS apresentaram uma grande heterogeneidade ambiental, dificultando o processo de agrupamento das suas fases sucessionais. Através desse trabalho foi possível concluir que o apoio das imagens ETM+/Landsat e RADARSAT-1 otimizou o processo de amostragem da FNT e possibilitou a análise espacial das regiões com maior diferenciação florística e fitossociológica da Floresta Nacional

  13. Modelagem da distribuição diamétrica de espécies florestais em um fragmento de floresta ombrófila mista

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Enrique Orellana

    2014-04-01

    Full Text Available Este trabalho teve como objetivo avaliar o desempenho das funções densidade de probabilidade (fdp Weibull 3 Parâmetros (3P e Beta ajustadas pelo método da Máxima Verossimilhança para descrever a distribuição diamétrica de espécies arbóreas de um fragmento de Floresta Ombrófila Mista. A área de estudo faz parte da Floresta Nacional de Irati (FLONA, onde foram instaladas 25 parcelas permanentes (100 m x 100 m com área total amostrada de 25 ha e, para os ajustes, foram utilizados dados de todas as árvores com diâmetro à altura do peito (DAP superior ou igual a 10 cm. Os ajustes foram feitos para as 20 espécies com maior valor de importância (VI com dados agrupados em classes de 5 cm de DAP. A programação não linear (PNL foi utilizada com o objetivo de minimizar os desvios entre valores observados e estimados. Para avaliação dos ajustes, foram utilizados os testes de aderência de Kolmogorov-Smirnov e de Hollander-Proschan, além do Erro-Padrão de Estimativa (% e Índice de Reynolds. Os resultados indicaram que as funções Weibull 3P e Beta apresentaram resultados satisfatórios, que ambas poderiam ser recomendadas para avaliar a distribuição diamétrica das espécies consideradas e que o uso da PNL nem sempre melhorou os ajustes.

  14. Composição florística da floresta estacional decídua montana de Serra das Almas, CE, Brasil

    OpenAIRE

    Lima,Jacira Rabelo; Sampaio,Everardo Valadares de Sá Barretto; Rodal,Maria Jesus Nogueira; Araújo,Francisca Soares

    2009-01-01

    No domínio semi-árido brasileiro, a flora das bacias sedimentares ainda é pouco conhecida, mas os levantamentos já existentes indicam que há grande heterogeneidade florística e fisionômica. Mesmo áreas geográficas próximas podem apresentar dissimilaridade florística. Visando testar esta hipótese, a composição florística e o espectro biológico da floresta estacional decídua de Serra das Almas, estado do Ceará, foram analisados e comparados com os de 14 áreas sedimentares no Nordeste. Foram enc...

  15. Dinâmica de crescimento e distribuição diamétrica de fragmentos de florestas nativa e plantada na Amazônia sul ocidental

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Paulo da Cunha Lima

    Full Text Available O Brasil é um país com grande vocação florestal, apresentando em torno de 6,8 milhões de hectares de florestas plantadas e 385 milhões de hectares de florestas nativas. A estrutura diamétrica de uma floresta, sob o ponto de vista da produção, permite caracterizar e indicar o estoque de madeira disponível anteriormente a uma exploração, além de fornecer informações que auxiliem na tomada de decisões sobre a necessidade de reposição florestal. O objetivo do estudo é analisar o padrão de distribuição por classe diamétrica pelos métodos empírico e estatístico, bem como a dinâmica de crescimento de dois fragmentos florestais distintos (nativo e plantado situados em Rio Branco, no Estado do Acre. Na floresta plantada de seringueira, foram realizadas medições a 100% da circunferência e do diâmetro das árvores, sendo os dados agrupados em classes tanto pelo método estatístico como empírico. Na floresta nativa, as árvores de diferentes espécies foram medidas em dez parcelas com área de 500 m² (10 × 50 m. A partir da obtenção dos diâmetros, os dados foram agrupados em classes tanto pelo método estatístico como pelo empírico. Houve maior concentração de indivíduos nas classes centrais da distribuição, fator esse muito comum em florestas plantadas. As florestas plantadas apresentam uma disposição gráfica que se aproxima de uma curva normal, o que é característico desse tipo florestal. As florestas nativas, geralmente, caracterizam-se por apresentar distribuição diamétrica decrescente, em forma de 'J-invertido', ou seja, maior quantidade de indivíduos nas classes de tamanhos menores, sendo que isso vai diminuindo com o aumento das classes.

  16. Uso de lenha como combustível doméstico: padrões, impactos e perspectivas futuras para conservação da floresta atlântica ao norte do Rio São Francisco

    OpenAIRE

    Specht, Maria Joana da Silva

    2012-01-01

    O uso da lenha por populações rurais está associado a três principais aspectos: econômicos, sociais e ambientais. Este trabalho teve como objetivo principal identificar os fatores socioeconômicos determinantes do consumo de lenha por habitantes rurais do Centro de Endemismo Pernambuco (CEPE) , situado na Floresta Atlântica do nordeste do Brasil e avaliar o potencial da sustentabilidade da retirada de biomassa florestal por esta atividade. Foram aplicados 208 entrevistas semiest...

  17. Ingresso e mortalidade em uma floresta em diferentes estágios sucessionais no município de Castanhal, Pará Recruitment and mortality in a forest in different successional stages in Castanhal, Pará

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberta de Fátima Rodrigues Coelho

    2003-12-01

    Full Text Available O presente trabalho descreve o ingresso e a mortalidade em uma floresta em diferentes estágios sucessionais, no município de Castanhal, Pará. A área de estudo está localizada na Estação Experimental da Universidade Federal Rural da Amazônia. As parcelas foram implantadas em áreas de florestas sucessionais de diferentes idades (4, 8 e 12 anos. Nas florestas sucessionais de 4 e 8 anos foram utilizadas quatro parcelas de 10m x 10m e na floresta de 12 anos foram, 12 parcelas de 10m x 10m. Realizaram duas medições de todos os indivíduos com DAP>1cm, em intervalos de 12 meses, nas florestas sucessionais de 4 e 8 anos; e intervalo de 18 meses na floresta de 12 anos. Foram calculadas as taxas de ingresso e de mortalidade. Na floresta de 4 anos o ingresso foi maior que a mortalidade. Nas florestas sucessionais de 8 e 12 anos as densidades diminuíram, perdendo mais indivíduos por mortalidade do que ganhando por ingresso. Lacistema pubescens, Myrcia silvatica, Vismia guianensis, Rollinia exsucca e Miconia ciliata apresentaram muitos indivíduos mortos nas florestas estudadas.The present work describe recruitment and mortality in a forest in different successional stages in Castanhal, Pará. The study area is located at the Experimental Research Station of the Universidade Federal Rural da Amazônia. Twelve 10m x 10m study plots were established in a 12-year-old secondary forest, and four 10m x 10m study plots were demarcated in a 4-year-old and an 8-year-old secondary forest. We measured diameter and height of all individuals with DBH>1cm at a 12-month interval in the 4 and 8-year-old stands, and an 18-month interval in the 12-year-old stand. Using this inventory data we calculated recruitment and mortality rates. In the 4-year-old forest, recruitment was greater than mortality, while in the 8 and 12-year-old forests experienced net mortality, as density declined over the measurement interval. Lacistema pubescens, Myrcia sylvatica, Vismia

  18. DETERMINAÇÃO DA TEMPERATURA DA SUPERFÍCIE NA ÁREA DO PROJETO DE ASSENTAMENTO DIRIGIDO EM SANTA LUZIA, CRUZEIRO DO SUL, AC, BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ian Willian Rodrigues da Silva, Rafael Coll Delgado, Leonardo Paula de Souza, Givanildo de Gois, José Francisco de Oliveira Júnior, Rafael de Ávila Rodrigues

    2014-08-01

    Full Text Available Este trabalho avaliou o comportamento da floresta e demais classes espectrais do Projeto de Assentamento Dirigido Santa Luzia, utilizando os recursos do Geoprocessamento e Sensoriamento Remoto. O período avaliado estende-se entre o ano de 2005 a 2010, e procurou avaliar o comportamento da evolução espacial de áreas como a floresta, pastagens e áreas utilizadas para agricultura, assim como demais benfeitorias realizadas no perímetro do assentamento. Neste sentido, os objetivos gerais deste trabalho foram: caracterizar a contração ou a expansão de classes de floresta, pastagens, regeneração da floresta e áreas alagadas, no PAD Santa Luzia, AC. Os resultados encontrados mostraram um significativo aumento do índice de regeneração da floresta e conversão de áreas de pastagens e cultivos em capoeira, considerando que esta tipologia florestal é essencial para o processo de transição de áreas desflorestadas em sua reestruturação à condição de floresta novamente. São ainda apresentados dados que demonstraram a elevação dos valores referentes a corpos d’água, embora as imagens tenham sido adquiridas em períodos de estiagem (período seco amazônico na região. Os dados obtidos pelo algoritmo de Mahalanobis, evidenciaram um significativo aumento destes recursos na superfície estudada. Os dados apresentaram o comportamento de leve decréscimo para a floresta durante o período avaliado.

  19. Impacto da Conversão da Cobertura Natural em Pastagem e Área Urbana sobre Variáveis Biofísicas no Sul do Amazonas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vagner Marques Pavão

    Full Text Available Resumo A substituição da cobertura natural por áreas de pastagem afeta o albedo superficial, que por sua vez influencia no saldo de radiação e na temperatura superficial. Assim, o objetivo desse trabalho foi avaliar os impactos do desmatamento sobre variáveis biofísicas no município de Apuí-AM, por imagens Landsat 5 TM (Thematic Mapper. As imagens utilizadas nesse estudo foram fornecidas pelo Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS. A imagem de 20/07/2010 foi processada por etapas intermediárias do SEBAL (Surface Energy Balance Algorithm for Land. O desmatamento no município de Apuí aumentou em 20% nos últimos 20 anos analisados. O NDVI da Floresta foi 20 e 43% maior que da pastagem e da área urbana, respectivamente. O albedo da superfície na pastagem e na área urbana foram 16% maiores que na área de Floresta e a temperatura de brilho da superfície na pastagem e na área urbana foram 16 e 10% maiores que na área de Floresta, respectivamente. O Rn na área de Floresta foi 8% e 6% maior que na área urbana e na pastagem, respectivamente. Portanto, a conversão da Floresta Amazônica modifica o balanço de radiação com maior disponibilidade de calor sensível da superfície nas áreas de pastagem e urbana.

  20. Abundance of two Dendrocincla woodcreepers (aves: Dendrocolaptidae in relation to forest structure in Central Amazonia O uso do habitat por duas espécies de arapaçus Dendrocincla (aves: Dendrocolaptidae em relação a estrutura da floresta na Amazônia Central

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renato Cintra

    2006-01-01

    Full Text Available Few studies have been conducted to verify how the structure of the forest affects the occurence and abundance of neotropical birds. Our research was undertaken between January 2002 and July 2004 at the Reserva Ducke, near Manaus (02º55',03º01'S; 59º53',59º59'W in central Amazonia, to verify how the forest structure affects the occurrence and abundance of two bird species: the Plain-brown Woodcreeper Dendrocincla fuliginosa and the White-chinned Woodcreeper Dendrocincla merula. Bird species occurrence was recorded using lines of 20 mist-nets (one sample unit, along 51 1-km transects distributed along 9 pararel 8 km trails covering an area of 6400 ha. Along these transects, we placed 50 x 50m plots where we recorded forest structure components (tree abundance, canopy openness, leaf litter, standing dead trees, logs, proximity to streams, and altitude. We then related these variables to bird occurence and abundance using multiple logistic and multiple linear regression models, respectively. We found that D. fuliginosa frequently used plateau areas; being more abundant in areas with more trees. On the other hand, D. merula occurred more frequently and was more abundant in areas with low tree abundance. Our results suggest that although both species overlap in the reserve (both were recorded in at least 68% of the sampled sites, they differ in the way they use the forest microhabitats. Therefore, local variation in the forest structure may contribute to the coexistence of congeneric species and may help to maintain local alpha diversity.Em florestas neotropicais, poucos estudos tem sido conduzidos para verificar como a estrutura da floresta afeta o uso desse ambiente por aves. Este estudo foi realizado entre Janeiro de 2002 e Julho de 2004 na Reserva Ducke próximo a Manaus (02º55',03º01'S; 59º53',59º59'W, para verificar como a estrutura da floresta afeta a ocorrência e abundância de duas espécies de aves: o Arapaçu-pardo, Dendrocincla

  1. Synergism of optical and radar data for forest structure and biomass / Sinergismo entre dados ópticos e de radar da estrutura da floresta e biomassa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sassan S. Saatchi

    2010-10-01

    Full Text Available AbstractThe structure of forests, the three-dimensional arrangement of individual trees, has a profound effect on how ecosystems function and carbon cycle, water and nutrients. Repeated optical satellite observations of vegetation patterns in two-dimensions have made significant contributions to our understanding of the state and dynamics of the global biosphere. Recent advances in Remote Sensing technology allow us to view the biosphere in three-dimensions and provide us with refined measurements of horizontal as well as vertical structure of forests. This paper provides an overview of the recent advances in fusion of optical and radar imagery in assessing terrestrial ecosystem structure and aboveground biomass. In particular, the paper will focus on radar and LIDAR sensors from recent and planned spaceborne missions and provide theoretical and practical applications of the measurements. Finally, the relevance of these measurements for reducing the uncertainties of terrestrial carbon cycle and the response of ecosystems to future climate will be discussed in details. ResumoA estrutura de florestas, o arranjo tridimensional de árvores individuais, tem um efeito profundo sobre o funcionamento dos ecossistemas e do ciclo do carbono, água e nutrientes. Repetidas observações de satélite óptico de padrões de vegetação em duas dimensões trouxeram contribuições significativas para a nossa compreensão do estado e da dinâmica da biosfera global. Recentes avanços na tecnologia de Sensoriamento Remoto nos permitem ver a biosfera em três dimensões e nos fornecer medições apuradas da estrutura horizontal, bem como a vertical das florestas. Esse artigo fornece uma visão geral dos recentes avanços na fusão de imagens ópticas e de radar para avaliar a estrutura do ecossistema terrestre e biomassa. Em particular, o trabalho concentra-se em sensores radar e LIDAR de recentes missões espaciais planejadas e fornece aplicações teóricas e

  2. Composição florística do componente arbustivo-arbóreo em dois trechos de floresta estacional semidecidual na Mata do Paraíso, Viçosa, MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sheila Isabel do Carmo Pinto

    2013-09-01

    Full Text Available É grande a demanda por estudos ecológicos em florestas que possam embasar trabalhos de recuperação e conservação da biodiversidade. Entre esses estudos, primordialmente está o levantamento da flora. Nesse sentido, realizou-se o estudo das variações florísticas do componente arbustivo-arbóreo em dois trechos de Floresta Estacional Semidecidual, floresta inicial e floresta madura, situados na Reserva Florestal Mata do Paraíso, em Viçosa, Minas Gerais. As espécies arbóreo-arbustivas foram amostradas dentro de 20 parcelas de 10 x 30 m, 10 parcelas em cada trecho de floresta, sendo considerados apenas os indivíduos com diâmetro a 1,30 m do solo (DAP  4,8 cm. Na floresta inicial foram amostradas 55 espécies pertencentes a 47 gêneros e 27 famílias. A família com maior riqueza florística foi Fabaceae, com 10 espécies (18%, seguida de Euphorbiaceae (cinco espécies; 9%, Annonaceae, Lauraceae, Meliaceae e Salicaceae (três espécies; 6%. Na floresta madura foram amostradas 78 espécies distribuídas em 62 gêneros e 31 famílias. A família com maior riqueza florística foi Fabaceae, com 13 espécies (17%, seguida de Lauraceae e Myrtaceae (seis espécies; 8%, Euphorbiaceae, Sapindaceae e Salicaceae (cinco espécies; 6%, Annonaceae e Meliaceae (quatro espécies, 5%, Rubiaceae e Moraceae (três espécies; 4%. O grupo ecológico que mais se destacou nos dois trechos de floresta foi o das secundárias iniciais, seguido pelas secundárias tardias na floresta madura e pelas pioneiras na floresta inicial. A variabilidade na composição florística e na proporção de espécies em cada grupo ecológico foi resultante das variações na intensidade da ação antrópica nestas florestas e do tempo de regeneração florestal.

  3. Contribuição de folhas na formação da serrapilheira e no retorno de nutrientes em floresta de transição no norte de Mato Grosso

    OpenAIRE

    Silva,Carlos José da; Lobo,Francisco de Almeida; Bleich,Monica Elisa; Sanches,Luciana

    2009-01-01

    Este estudo foi desenvolvido numa área de floresta de transição Amazônia-Cerrado no norte de Mato Grosso. Teve como objetivo quantificar a dinâmica da produção e acúmulo e as partes constituintes da serrapilheira, bem como a participação das folhas no retorno do nitrogênio, fósforo e carbono ao solo por meio da decomposição. Foram coletados mensalmente durante um ano dados de serrapilheira total produzida, serrapilheira total acumulada no solo e avaliada a decomposição de folhas no período de...

  4. Bacteria diversity and microbial biomass in forest, pasture and fallow soils in the southwestern Amazon basin Diversidade de bacteria e biomassa microbiana em solos sob floresta, pastagem e capoeira no sudoeste da Amazônia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karina Cenciani

    2009-08-01

    Full Text Available It is well-known that Amazon tropical forest soils contain high microbial biodiversity. However, anthropogenic actions of slash and burn, mainly for pasture establishment, induce profound changes in the well-balanced biogeochemical cycles. After a few years the grass yield usually declines, the pasture is abandoned and is transformed into a secondary vegetation called "capoeira" or fallow. The aim of this study was to examine how the clearing of Amazon rainforest for pasture affects: (1 the diversity of the Bacteria domain evaluated by Polymerase Chain Reaction and Denaturing Gradient Gel Electrophoresis (PCR-DGGE, (2 microbial biomass and some soil chemical properties (pH, moisture, P, K, Ca, Mg, Al, H + Al, and BS, and (3 the influence of environmental variables on the genetic structure of bacterial community. In the pasture soil, total carbon (C was between 30 to 42 % higher than in the fallow, and almost 47 % higher than in the forest soil over a year. The same pattern was observed for N. Microbial biomass in the pasture was about 38 and 26 % higher than at fallow and forest sites, respectively, in the rainy season. DGGE profiling revealed a lower number of bands per area in the dry season, but differences in the structure of bacterial communities among sites were better defined than in the wet season. The bacterial DNA fingerprints in the forest were stronger related to Al content and the Cmic:Ctot and Nmic:Ntot ratios. For pasture and fallow sites, the structure of the Bacteria domain was more associated with pH, sum of bases, moisture, total C and N and the microbial biomass. In general microbial biomass in the soils was influenced by total C and N, which were associated with the Bacteria domain, since the bacterial community is a component and active fraction of the microbial biomass. Results show that the genetic composition of bacterial communities in Amazonian soils changed along the sequence forest-pasture-fallow.Os solos da floresta

  5. ASPECTOS FITOSSOCIOLÓGICOS DE FRAGMENTO DE FLORESTA ESTACIONAL DECIDUAL, SANTA MARIA, RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Solon Jonas Longhi

    2000-08-01

    Full Text Available Foi realizado estudo da vegetação em fragmento de floresta estacional decidual em processo de sucessão, em área da Associação Tabor (29o43'S; 53o47'W, no município de Santa Maria (RS, Brasil. Utilizaram-se dezesseis unidades amostrais de 10 x 20 m distribuídas de forma sistemática para avaliação (medição e identificação dos indivíduos com Circunferência à Altura do Peito (CAP igual ou maior de 30 cm e subunidades circulares com raios de 1,78 m para identificação e contagem da regeneração (indivíduos menores de 30 cm. Observou-se a ocorrência de 64 espécies arbóreas e arbustivas de 54 gêneros e 31 famílias. As espécies com maior valor de importância foram Myrocarpus frondosus, Cupania vernalis, Ocotea puberula, Patagonula americana, Casearia sylvestris, Luehea divaricata, Enterolobium contortisiliquum e Helietta apiculata. Na regeneração, as espécies com maior densidade de indivíduos foram Trichilia elegans, Nectandra megapotamica, Actinostemon concolor, Piper gaudichaudianum, Cupania vernalis, Hybanthus bigibbosus, Aiouea saligna e Parapiptadenia rigida. Constatou-se o contínuo processo de sucessão por meio da substituição de espécies nos estratos da floresta e algumas bem-representadas desde a regeneração até o estrato superior.

  6. Fitossociologia de florestas de mangue plantadas e naturais no estuário do Rio das Ostras, Rio de Janeiro, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elaine Bernini

    2013-10-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2014v27n1p37 A fitossociologia de florestas de mangue plantadas e naturais foi comparada no estuário do Rio das Ostras, Rio de Janeiro, Brasil. A amostragem da vegetação foi feita pelo método de parcelas, sendo registrado o diâmetro à altura do peito (DAP e a altura dos indivíduos > 1 m de altura. Os resultados indicaram que a floresta plantada apresenta menores valores de DAP médio e área basal, e maior densidade de troncos em relação à floresta natural. A distribuição de indivíduos por classes de altura e a distribuição de troncos por classes diamétricas mostraram que a floresta plantada é mais jovem. Laguncularia racemosa e Rhizophora mangle ocorreram em ambas as florestas, enquanto Avicennia schaueriana foi registrada apenas na floresta plantada. Laguncularia racemosa apresentou maior dominância e densidade relativa em todos os sítios analisados, provavelmente, por ser característica de locais com menor influência marinha e pelo fato do estuário ter sido alterado por perturbações antrópicas.

  7. ASPECTOS DA BIOLOGIA REPRODUTIVA DE Drimys brasiliensis Miers (WINTERACEAE EM FLORESTA OMBRÓFILA MISTA, SUL DO BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Mariot

    2014-12-01

    Full Text Available Drimys brasiliensis Miers, conhecida como cataia ou casca-de-anta, é uma árvore nativa da Floresta Ombrófila Mista. Sua casca tem sido utilizada medicinalmente a partir da exploração de árvores em populações naturais. O objetivo deste trabalho foi a realização de estudos de biologia reprodutiva de Drimys brasiliensis visando fundamentar estratégias de exploração sustentável e conservação, possibilitando a geração de renda a partir da exploração deste recurso florestal não madeireiro. Foram realizados estudos de fenologia reprodutiva (296 árvores acompanhadas por 30 meses, ecologia de polinização e dispersão de sementes, e biologia floral. O período de florescimento ocorre durante o verão, com pico em janeiro. Frutos verdes estão presentes o ano inteiro, amadurecendo com o aumento das temperaturas. Ocorre uma sobreposição das fenofases fruto verde e fruto maduro oriundas de florescimentos de anos diferentes. Com isso, frutos maduros estão disponíveis o ano inteiro para a fauna. Os himenópteros são os visitantes florais com maior potencial de fluxo gênico via pólen, porém, a sua frequência é baixa, assim como a dos demais visitantes, apesar da alta produção de flores e da alta viabilidade dos grãos de pólen. Com isso, a alta produção de frutos observada é possivelmente decorrente da autofecundação. Os dispersores primários de frutos são raros, tendo sido observados pássaros. Entretanto, a dispersão secundária das sementes que chegam ao solo por barocoria é alta.

  8. Florestas estacionais e áreas de ecótono no estado do Tocantins, Brasil: parâmetros estruturais, classificação das fitofisionomias florestais e subsídios para conservação Seasonal forests and ecotone areas in the state of Tocantins, Brazil: structure, classification and guidelines for conservation

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Flores Haidar

    2013-09-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi descrever a riqueza, estrutura e diversidade de espécies arbóreas em áreas de Floresta Estacional e ecótono (Floresta Estacional/Floresta Ombrófila no estado do Tocantins, buscando subsídios para a conservação, manejo florestal, compensação de reserva legal e recuperação ambiental, além de discutir as identidades fitogeográficas em comparação com outras florestas do Brasil. Em 18 bacias hidrográficas, conduziu-se amostragem da vegetação arbórea (DAP > 5 cm de 22 áreas (amostras por meio do inventário de 477 parcelas de 400 m². Foram elaboradas análises de classificação pelo método TWINSPAN, em duas escalas distintas. A primeira avaliou a diversidade beta entre as parcelas amostradas no estado do Tocantins e a segunda buscou analisar a similaridade das florestas do Tocantins em relação a outras florestas do bioma Cerrado e suas áreas de tensão ecológica. As florestas amostradas apresentaram ampla variação em termos de riqueza (33 a 243 espécies, densidade (486 a 1.179 ind.ha-1, área basal (14,04 e 37,49 m².ha-1, índices de diversidade (H´ = 2,75 a 4,59 e de equabilidade (J´= 0,72 a 0,86. As análises de classificação convergiram para resultados comuns, identificando quatro ambientes dissimilares em termos florísticos e estruturais no estado do Tocantins: Floresta Estacional Decidual, Floresta Estacional Semidecidual, ecótono Floresta Estacional Semidecidual/Floresta Ombrófila e ecótono Floresta Estacional Decidual/Floresta Ombrófila. A fim de manter a diversidade de plantas e de ambientes na região de transição Floresta Amazônica e Cerrado, sugere-se que o processo de criação de unidades de conservação no estado do Tocantins deva ser intensificado e tenha como base para seleção das áreas critérios biogeográficos.The purpose of this study was to describe the richness, structure and diversity of tree species occurring in seasonally dry forests and some ecotone

  9. Uso de florestas secundárias por aves de sub-bosque em uma paisagem fragmentada na Amazônia central Use of secondary forests by understory birds in a fragmented landscape in central Amazonia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Vitor Campos e Silva

    2012-03-01

    Full Text Available Na Amazônia, as taxas de desmatamento crescem desde 1991 e as previsões não são otimistas quanto à desaceleração desse processo. A devastação da floresta é acompanhada de uma expansão de florestas secundárias (FS que se estabelecem nas áreas abandonadas. A tendência é um aumento de florestas secundárias, resultando num mosaico de floresta contínua e fragmentos separados por uma matriz de FS. Nesse cenário, autores acreditam que a Amazônia pode passar por um processo massivo de extinção de espécies. Por outro lado, a previsão de um processo massivo de extinção pode ser equivocada, pois muitas espécies florestais poderiam sobreviver nas florestas secundárias. Para avaliar o valor das florestas secundárias para espécies florestais amostramos por oito meses com redes de neblina uma capoeira (FS em regeneração e uma floresta primária (FP de uma paisagem fragmentada. Algumas espécies não foram capturadas na capoeira e aparentemente evitam esse tipo de hábitat. No entanto, a maioria das espécies do grupo focal não apresentou diferença na sobrevivência aparente entre os ambientes, o que nos indica que estão habitando a capoeira e a floresta primária da mesma forma. Na realidade amazônica, onde grande parte da matriz é composta por floresta secundária, a matriz tem valor para conservação e deve ser analisada como um elemento dinâmico que não apenas permite a movimentação de indivíduos, mas também serve de hábitat para muitas espécies de floresta primária. Mas ressaltamos que é fundamental a preservação de áreas de floresta primária que servirão de fonte às florestas secundárias adjacentes.Rates of deforestation in the Brazilian Amazon have increased since 1991 and forecasts are not optimistic about the slowing of this process. Some authors believe that the Amazon may be experiencing a massive process of species extinction. However, the deforestation is accompanied by the expansion of

  10. Avaliação da postura de trabalhadores nas atividades de plantio e adubação em florestas plantadas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Janaine Vosniak

    2011-10-01

    Full Text Available Objetivou-se, com este trabalho, realizar uma avaliação das posturas adotadas pelos trabalhadores, nas atividades de plantio e adubação, em florestas plantadas, na região do Norte Pioneiro, Estado do Paraná. A avaliação das posturas foi realizada por meio de fotografias, filmagens e análise das cargas manuseadas pelos trabalhadores, sendo os dados, submetidos à análise no programa "Winowas" de análises de posturas. A população estudada foi composta por 13 trabalhadores, sendo seis no plantio e sete na adubação. Os resultados da atividade geral de plantio indicaram que as posturas adotadas foram prejudiciais à saúde dos trabalhadores e classificadas na Categoria 3, necessitando-se da adoção de melhorias com relação à ergonomia. Na atividade de adubação, as posturas foram classificadas na Categoria 1 e 3, sendo necessária a adoção de melhorias, com relação à ergonomia, em curto prazo. Em ambas as atividades, os trabalhadores permaneceram, a maior parte da jornada de trabalho, com as costas curvadas e manuseando cargas acima do limite estabelecido, situação prejudicial à saúde.

  11. A 15-year post evaluation of the fire effects on ant community in an area of Amazonian forest Uma avaliação após 15 anos do efeito do fogo sobre a comunidade de formiga em uma área de floresta amazônica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jean C. Santos

    2008-01-01

    Full Text Available Fire represents an important disturbance to ant communities in areas of fire regime. Otherwise, little is known about the effects of fire on ant communities in areas of non-fire regimes, such as in the Amazonian region. We evaluated the long-term effect of fire on ant species richness in a rain forest (Bacaba Plateau burned 15-years ago and compare our data with the data of primary unburned forest. A total of 85 ant species distributed in 21 genera and 14 tribes were collected; among them, 72 and 44 species were found on the litter and vegetation, respectively. The fire damaged forest studied supports an intermediate richness of ants when compared to a primary unburned rain forest in the same region. A comparative analysis of ant species richness showed that the Bacaba Plateau presented a different ant fauna when compared with the primary unburned forests, suggesting that fire can alter ant species composition. Although, our results cannot be conclusive on the effects of fire on ant community, they represent a pioneer data on human induced fire in tropical rain forests.O fogo representa uma importante perturbação para a comunidade de formigas em áreas de regime de fogo. No entanto, pouco se conhece sobre os efeitos do fogo na comunidade de formiga em áreas de não-regime, tal como a região da Amazônia. Nós analisamos o efeito de longo prazo do fogo sobre a riqueza de formiga numa floresta tropical queimada 15 anos atrás e comparamos nossos dados, com os de uma floresta primária não-queimada. Foram coletadas um total de 85 espécies de formigas distribuídas em 21 gêneros e 14 tribos, dentre eles 72 e 44 espécies foram encontradas na liteira e vegetação, respectivamente. Esta área de floresta queimada, com 85 espécies, pode suportar uma riqueza intermédia de formigas quando comparadas com uma floresta tropical primária não-queimada, com 29, 22 e 98 espécies na mesma região. Uma análise comparativa da riqueza de espécies de

  12. Composição e configuração da paisagem da sub-bacia do arroio jacaré, Vale do Taquari, RS, com ênfase nas áreas de florestas Landscape composition and configuration of jacaré stream sub-basin, Taquari Valley, RS, with emphasis on the forest areas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gisele Cemin

    2009-08-01

    Full Text Available A conversão de áreas com cobertura florestal contínua por fragmentos florestais vem contribuindo para a diminuição da diversidade biológica, em função da perda de micro-habitats únicos, mudanças nos padrões de dispersão e migração, isolamento de habitats e erosão do solo. A solução desses problemas está intimamente vinculada ao planejamento e manutenção de bacias hidrográficas. A sub-bacia do Arroio Jacaré, localizada no Vale do Taquari, RS, compreende uma área de 538,98 km², onde estão parcial ou totalmente inseridos nove municípios. Essa bacia se encontra em uma região de ecótono entre as formações vegetais do tipo Floresta Estacional Decidual (FED e Floresta Ombrófila Mista - Mata de Araucária (FOM. Foram elaboradas e analisadas informações relacionadas às características estruturais das classes de mata na região (FED, FOM e vegetação secundária, utilizando-se imagem do satélite Landsat 7 ETM+, referente à passagem 04/02/2002 e software de Sistemas de Informações Geográficas (SIG Idrisi, 3.2, software de Ecologia de Paisagem Fragstats 3.3. Os resultados indicaram que a região apresenta aproximadamente 50% de suas matas nativas conservadas ou em estágio de regeneração, porém de forma altamente fragmentada, com 87,82% dos fragmentos menores que 1 ha. Considerando um efeito de borda de 50 m, em torno de 40% dos fragmentos ainda apresentam área nuclear.The conversion of continuous forest coverage areas into forest fragments has contributed to the decrease of the biological diversity due to the micro-habitat loss, changes in dispersion and migration patterns, habitats' isolation and soil erosion. The solution for those problems is intimately linked to the planning and maintenance of hydrographic basins. Jacaré's stream sub-basin is located in Taquari Valley, RS, with an area of 538,98 km², where nine municipal districts are partially or totally inserted. This basin is in an ecotone area among

  13. Dinâmica de crescimento de espécies de um remanescente de Floresta Ombrófila Mista em Colombo, PR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Canetti

    2014-04-01

    Full Text Available Estudos visando o uso adequado dos recursos da floresta são indispensáveis para o manejo e conservação de remanescentes florestais, como os da Floresta Ombrófila Mista. Tendo em vista a necessidade de se aprimorar conhecimentos sobre o crescimento de espécies em regiões subtropicais, o presente trabalho teve por objetivo monitorar o crescimento diamétrico intra-anual de espécies arbóreas em Colombo, Paraná. Em novembro de 2009 foram instaladas faixas dendrométricas em árvores adultas (de 15 a 25 indivíduos de 9 espécies dentre as mais frequentes em um remanescente de Floresta Ombrófila Mista. As medições de incremento diamétrico foram feitas mensalmente, até junho de 2011. Ocotea bicolor se diferenciou das outras espécies, apresentando crescimento superior e constante. Isto pode ser atribuído ao menor recobrimento da copa das árvores, favorecendo o acesso à luz pela espécie e consequentemente o seu crescimento. O maior crescimento de todas as espécies estudadas ocorreu no outono de 2011, estação antecedida por um inverno de baixa precipitação (inverno de 2010, em que a luminosidade esteve mais disponível para a produção fotossintética.

  14. Estratificação vertical da fauna de flebótomos (Diptera, Psychodidae numa floresta primária de terra firme da Amazônia Central, Estado do Amazonas, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dias-Lima Artur

    2002-01-01

    Full Text Available Estudos sobre a estratificação vertical da fauna de flebótomos, foram realizados numa floresta primária de terra firme, da Estação Experimental de Silvicultura Tropical-Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, durante os meses de outubro de 1998 a março de 1999. Utilizando-se armadilhas luminosas CDC, colocadas a 1, 10 e 20 metros de altura do solo, foram coletados 2.859 flebótomos, pertencentes a dois gêneros, Lutzomyia (99,93 % e Brumtomyia (0,07%, abrangendo 38 espécies. Dentro do gênero Lutzomyia, os sub-gêneros mais representados foram Nyssomyia, com 43,4%, e Psychodopygus com 22,8%. As espécies Lutzomyia umbratilis, L. anduzei, L. rorotaensis, L. trichopyga e L. olmeca nociva, foram dominantes a 1m de altura, enquanto que L. davisi, L. infraspinosa, L. umbratilis, L. trichopyga e L. anduzei, foram dominantes a 10m. As espécies L. anduzei, L. tuberculata, L. dendrophyla e L. dreisbachi foram mais abundantes a 20m. L. umbratilis, presente nos três níveis de estratificação vertical, é dotada de alta importância epidemiológica como vetora da Leishmania (Viannia guyanensis.

  15. Análise de agrupamento da vegetação de um fragmento de Floresta Estacional Decidual Aluvial, Cachoeira do Sul, RS, Brasil.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maristela Machado Araújo

    2010-08-01

    Full Text Available No estado do Rio Grande do Sul, as florestas ripárias se encontram alteradas pela ação antrópica formando fragmentos. O estudo teve como objetivo analisar a estrutura e florística interna dessas florestas o que subsidiará informações para o restabelecimento desses ecossistemas. A área escolhida foi um fragmento (30o04'36"S; 52o53'09"W, de 4 ha, localizada no município de Cachoeira do Sul, RS, no Baixo Rio Jacuí. As espécies arbóreas, arbustivas e lianas (somente quanto à forma de vida foram inventariadas, utilizando-se faixas perpendiculares ao rio, distanciadas por 50 m, as quais apresentaram 10 m de largura e comprimento que variou com a largura da floresta. As faixas foram divididas em unidades amostrais de 10 x 10 m, nos quais foram identificados indivíduos com circunferência a 1,3m (CAP 15 cm, registrados os valores de circunferência e altura. Os dados de densidade por espécie formaram uma matriz (70x42 utilizada na análise multivariada. A presença de agrupamentos de espécies no interior do fragmento foi avaliada pelo TWINSPAN (Two-way indicator species analysis, com base no qual foi constatada a existência de três subformações florestais (S-F1, S-F2 e S-F3. A S-F1 foi caracterizada por ter maior influência das enchentes e lençol freático mais próximo da superfície; a S-F2 ocorreu na parte central do fragmento, mas apresentou forte influência dos extravasamentos causados pelas enchentes; e na S-F3, também na porção central, ocorreu maior influência do lençol freático. As espécies indicadoras das subformações foram: Sebastiania commersoniana e Eugenia uniflora (S-F1; Gymnanthes concolor, Cupania vernalis e Seguieria aculeata (S-F2; e Casearia sylvestris e Allophylus edulis (S-F3. Portanto, em projetos de preservação, conservação e restabelecimento desses ecossistemas, a comunidade florestal não pode ser tratada unicamente como ripária, mas considerando as variações ambientais e, conseq

  16. Mineralogia e reserva de K de Cambissolos submetidos a diferentes manejos após derrubada e queima da floresta na Amazônia Meridional Mineralogy and K reserve of Cambisols submitted to different managements after slashing and burning of the forest in the Meridional Amazon, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alessandro Góis Orrutéa

    2012-01-01

    Full Text Available As altas temperaturas ocorrentes durante a queima na floresta Amazônica podem induzir transformações mineralógicas da fração argila. Este trabalho objetivou avaliar as alterações mineralógicas nas frações areia, silte e argila e na reserva mineral de solos submetidos a diferentes manejos (11 anos de mata secundária, pastagem e café após a derrubada e queima de floresta nativa situada na Amazônia Meridional, município de Cacoal (RO. Uma área de floresta nativa ombrófila densa, com mesma feição pedológica, foi dividida em quatro partes, sendo três áreas submetidas ao corte e à queima e posteriormente cultivadas. Em cada manejo, os perfis de solos foram descritos e amostras dos horizontes A, AB, B1, 2B2 e 2BC foram coletadas para as análises mineralógicas das frações argila, silte e areia (difratometria de raios X e químicas da fração argila (extração de Fe com ditionito-citrato-bicarbonato - DCB e com oxalato de amônio - OA. Os teores de K não trocáveis foram determinados nas amostras de solo após extração com HNO3 1 mol L-1 fervente. Verificou-se o predomínio da caulinita na fração argila e alta reserva mineral de K nos solos, associada à ocorrência de mica nas frações argila, silte e areia. Os diferentes manejos não afetaram os teores de Fe2O3DCB e Fe2O3OA; por outro lado, o maior valor estimado para a relação entre os teores de goethita e hematita [Gt/(Gt+Hm] na fração argila no horizonte A da floresta indica uma possível transformação parcial de Gt em Hm durante a queima da floresta para a implantação dos manejos mata secundária, pastagem e café.The high soil temperatures that take place during the burning of the Amazon rainforest may induce soil mineralogical transformations. This study aimed to evaluate mineralogical changes in sand, silt and clay fractions and to assess K reserve of soils submitted to different managements (11 years of secondary forest, pasture and coffee plantation

  17. C-orgânico, N-total e substâncias húmicas sob influência da introdução de pastagens (Brachiaria sp. em áreas de cerrado e floresta amazônica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    R. M. Longo

    2000-12-01

    Full Text Available O presente trabalho objetivou avaliar os efeitos da intervenção humana na remoção da cobertura original e seu posterior uso agrícola, pela introdução de pastagem (Brachiaria sp na região do cerrado (Senador Canedo-GO, junto à Empresa Goiana de Pesquisa Agropecuária (EMGOPA, e da floresta amazônica (Porto Velho-RO, junto à Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA, tendo como atributos principais de análises modificações nos teores de nitrogênio total, carbono orgânico, relação C/N e frações de ácidos fúlvicos, ácidos húmicos e humina. As amostras foram coletadas em setembro de 1995, em Latossolo Vermelho-Amarelo argiloso, ao longo de uma transeção que continha 24 pontos: 12 sob vegetação natural e 12 sob pastagem plantada, em duas profundidades, em ambos os ecossistemas. Os resultados permitiram observar uma diminuição nas concentrações de ácido fúlvico e humina e nos teores de N-total e C-orgânico na mudança da condição de vegetação natural para pastagem; os maiores valores foram encontrados no horizonte Ao, principalmente no solo sob floresta amazônica, revelando uma queda brusca deste para o subjacente, evidenciando o efeito do tipo da cobertura vegetal sobre o teor e sobre a distribuição dos componentes orgânicos em solos tropicais.

  18. Dinâmica sazonal da produção e decomposição de serrapilheira em floresta tropical de transição

    OpenAIRE

    Sanches,Luciana; Valentini,Carla M. A.; Biudes,Marcelo S.; Nogueira,José de S.

    2009-01-01

    Em função de se analisar a produção, dinâmica e decomposição de serrapilheira em busca da sazonalidade do microclima em uma floresta tropical de transição Amazônia Cerrado, propõe-se estimar a produção de serrapilheira, por meio de caixas de coleta de 1 m² e o acúmulo de serrapilheira sobre o solo por meio de quadrantes de 25 x 25 cm, distribuídos aleatoriamente. Determinaram-se a constante de decaimento (K), o coeficiente de retorno de serrapilheira (K L) e a constante de decomposição (K'). ...

  19. Impacto da conversão floresta - pastagem nos estoques e na dinâmica do carbono e substâncias húmicas do solo no bioma Amazônico Impact of forest-pasture conversion on stocks and dynamics of soil carbon and humic substances in the Amazon

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edson Alves de Araújo

    2011-03-01

    Full Text Available O presente estudo avaliou as consequências do desmatamento e a utilização do solo com Brachiaria brizantha em relação ao estoque e dinâmica de C e frações húmicas em duas floresta-pastagem no Acre. A primeira localizada sequências município de Rio Branco em área de Floresta Aberta com bambu e palmeira e duas pastagens de B. brizantha de 3 e 10 anos com predomínio de Argissolo Vermelho-Amarelo alítico plíntico. O segundo situado no município de Senador Guiomard em área de Floresta Densa e pastagem de B. brizantha de 20 anos em Latossolo Vermelho-Amarelo distrófico. Em cada local foram coletadas, em triplicata, amostras de solos nas profundidades de 0-5, 5-10, 10-20 e 20-40 cm. Nestas amostras foram avaliadas as características físico-químicas, o C das substâncias húmicas e da matéria orgânica leve, e a composição isotópica do solo e das respectivas frações orgânicas até 1 m de profundidade, determinando o percentual de C derivado da pastagem e da floresta. Houve incremento nos estoques de C do solo e nos valores de δ13C do solo com o tempo de utilização da pastagem, em ambas as sucessões. A porcentagem de C derivado de pastagem foi expressiva na camada superficial do sistema com 20 anos de uso, com proporções que chegaram a 70% do C total. Os valores de δ13C para os ácidos húmicos variaram de -12,19 a -17,57 ‰, indicando maior proporção de C derivado da pastagem. A estabilidade estrutural da MOS, inferida pela relação humina com as frações ácido fúlvico e ácido húmico (HUM/FAF+FAH, tenderam a diminuir nos ecossistemas de pastagem quando comparada com as florestas naturais.This study evaluates the impacts of converting natural Amazonian forests in Brazil to pasture dominated by Brachiaria brizantha concerning to C dynamics and humic fractions in two soil chronosequences in the Acre State, Brazil. The first site, dominated by Plinthic Red Yellow Argissols (Ultisols, is located in the municipality

  20. Aspectos florísticos e fitossociológicos de um trecho de Floresta Estacional Perenifólia na Fazenda Trairão, Bacia do rio das Pacas, Querência-MT Floristic and phytosociological aspects of a Seasonal Evergreen Forest area in the Trairão Farm, rio das Pacas Basin, Querência-MT

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sustanis Horn Kunz

    2008-01-01

    Full Text Available A borda sul da região amazônica apresenta um tipo peculiar de floresta, denominada de Floresta Estacional Perenifólia, que atualmente vem sofrendo severos impactos ambientais devido à expansão da fronteira agrícola no Norte do Estado de Mato Grosso. Diante da falta de estudos neste tipo florestal, objetivou-se identificar a composição florística e a estrutura fitossociológica do componente arbóreo de um trecho florestal na Fazenda Trairão em Querência-MT. A amostragem da vegetação consistiu na distribuição de 200 pontos-quadrantes, sendo considerados os quatro indivíduos mais próximos de cada ponto que tivessem DAP (diâmetro à altura do peito igual ou superior a 10 cm. A densidade total foi de 728 ind./ha, distribuídos em 49 espécies, 39 gêneros e 24 famílias. A família que apresentou maior riqueza foi Fabaceae (cinco espécies, seguida por Burseraceae e Euphorbiaceae, cada uma com quatro espécies, consideradas também as mais ricas em trechos de Floresta Amazônica. As espécies de maior Valor de Importância (VI foram Ocotea leucoxylon (Sw. Laness., Xylopia amazonica R.E. Fr., Myrcia multiflora (Lam. DC., Chaetocarpus echinocarpus (Baill. Ducke e Protium pilosissimum Engl., mas não tiveram a mesma representatividade em outros trechos de Floresta Estacional Perenifólia, evidenciando diferenças estruturais desta unidade fitogeográfica. A comunidade avaliada possui porte fino, pois a maioria dos indivíduos concentra-se nas classes de diâmetro entre 10 e 14,9 cm e altura entre 10,6 e 16,5 m. O índice de Shannon (3,17 é considerado baixo por se tratar de floresta amazônica, na qual a diversidade é superior a 4,0.The southern border of the Amazon region presents a peculiar type of forest called Seasonal Evergreen Forest, which has currently undergone several environmental impacts due to the agriculture frontier expansion from the Northern state of Mato Grosso. Due to the lack of studies on this type of forest

  1. Fitossociologia de uma área de floresta estacional perenifólia na fazenda Amoreiras, Querência, MT Seasonal perennial forest site phytossociology in the amareiras farm, Querência, Mato Grosso state, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sustanis Horn Kunz

    2010-08-01

    Full Text Available As florestas do sul da Amazônia, onde se encontra a Floresta Estacional Perenifólia, têm grande influência sobre a manutenção do equilíbrio físico regional e são as que mais estão ameaçadas pela ação antrópica, além de serem pouco conhecidas em relação à sua estrutura. Diante disso, objetivou-se estudar a estrutura fitossociológica de um trecho de Floresta Estacional Perenifólia na Bacia do Rio das Pacas em Querência, MT. A amostragem da vegetação consistiu na distribuição de 200 pontos quadrantes, sendo amostrados os indivíduos com diâmetro à altura de 1,30 m do solo (DAP ? 10 cm. A densidade total da área amostrada foi de 736 ind./ha, distribuídos em 58 espécies, 45 gêneros e 31 famílias. As espécies de maior Valor de Importância (VI, Ocotea leucoxylon (Sw. Laness., Trattinickia glaziovii Swart, Ouratea discophora Ducke, Xylopia amazonica R.E. Fr. e Myrcia multiflora (Lam. DC. corresponderam a 28,45% do VI total e também ocorreram em outros trechos de Floresta Estacional Perenifólia em Gaúcha do Norte, MT, porém não com a mesma representatividade. O índice de Shannon (3,51 pode ser considerado baixo por se tratar de Floresta Amazônica, mas a equabilidade de Pielou (0,86 evidenciou que a comunidade arbórea apresentava alta heterogeneidade florística.The Southern Amazon forests, where the Seasonal Perennial Forest occurs, has great influence on the maintenance of the regional physical equilibrium and they are among forests most threatened by anthropic action and are little known in relation to their structure. In this context, the objective of this work was to study phytosociological structure of a Seasonal Perennial Forest area in the Rio das Pacas Basin at Querência, state of Mato Grosso, Brazil. The vegetation sampling was composed of the distribution of 200 center quarter points, all individuals with DAP (diameter to height breast equal or superior to 10 cm were considered. The total density of

  2. Estrutura fitossociológia de um fragmento natural de floresta inundável em área de orizicultura irrigada, município de Lagoa da Confusão, Tocantins Phytosociologial structure of a natural fragment of floodplain forest in area of irrigated rice cultivation, municipal district of Lagoa da Confusão, Tocantins, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elizabeth Rodrigues Brito

    2006-10-01

    Full Text Available Os fragmentos naturais de florestas inundáveis conhecidos como ipucas localizam-se na planície do Araguaia, sob a forma de depressões naturais, que no Estado do Tocantins estão situados em áreas de planícies de inundação, que favorece seu alagamento e, conseqüentemente, o maior tempo de retenção da água em épocas de elevada precipitação. O presente estudo foi desenvolvido na fazenda Lago Verde, Município de Lagoa da Confusão, Tocantins, situado entre as coordenadas UTM: 643586 e 644060 leste e 8792795 e 8799167 norte. O objetivo do trabalho foi caracterizar a estrutura de um fragmento de floresta inundável de aproximadamente um hectare, inserido em área de orizicultura irrigada. Para o levantamento fitossociológico, foram amostrados todos os indivíduos arbustivo-arbóreos com perímetro a 1,30 m do solo (PAP > 15 cm. Ao todo, foram encontrados 807 indivíduos, 35 famílias e 70 espécies. As espécies com maior VC, em ordem decrescente, foram Hirtella racemosa Lam., Qualea multiflora Mart. e Cecropia pachystachya Trécul. As famílias mais ricas em espécies foram Fabaceae (9, Vochysiaceae (6, Annonaceae e Malvaceae (4. O índice de diversidade de Shannon (H' foi de 3,44. A distribuição de classes de diâmetro apresentou curva na forma de "J" invertido, estando a maioria dos indivíduos na primeira classe.The natural fragments of floodplain forests known as "ipucas" are located in the Araguaia plain, in form of natural depressions, which are located in areas of floodplains in the State of Tocantins, favoring its flooding and, consequently, the largest period of water retention during periods of high precipitation. The present study was developed at Lagoa Verde farm, municipal district of Lagoa da Confusão, Tocantins between the coordinates UTM: 643586 and 644060 east and 8792795 and 8799167 north. The objective of the work was to characterize the structure of a floodplain forest fragment of approximately one-hectare area

  3. Efluxo de CO2 do solo em floresta de transição Amazônia Cerrado e em área de pastagem Soil efflux CO2 in mature transitional tropical forest Amazônia and pasture area

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Osvaldo Borges Pinto-Junior

    2009-01-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi (a estimar o efluxo de CO2 do solo em uma Floresta de Transição Amazônica Cerrado e em uma área de Pastagem localizadas no norte do Mato Grosso, e (b verificar a influência da umidade e temperatura do solo, e serrapilheira acumulada no efluxo de CO2. As medições foram realizadas com aparelho de absorção de CO2 por infravermelho (EGM/WMA-2 PP System, Hitchin Hertz, UK de maio/2005 a abril/2006. Os valores médios do efluxo de CO2 do solo na Floresta e na área de Pastagem foram de 5,45 e 4,95 µmolm-2s-1, respectivamente. Uma resposta satisfatória do efluxo de CO2 do solo e a serrapilheira acumulada, ocorreu somente na estação seca. Na estação seca o comportamento do efluxo de CO2 do solo foi semelhante na Floresta de Transição Amazônica Cerrado e na área de Pastagem, e na estação úmida os ecossistemas apresentaram comportamentos distintos, e o efluxo de CO2 do solo na área de Pastagem foi superior ao na Floresta de Transição. É essencial que se avalie a influência de outros fatores no efluxo de CO2 em ecossistemas localizados em um mesmo ecótono para a obtenção de novas respostas que contribuíam para esclarecer as dúvidas da emissão de CO2 em nível mundial.The objective of this paper was (a to estimate the CO2 soil efflux in a Mature Transitional Tropical Forest Amazonia and a area of Pasture in the north of the Mato Grosso; (b to analyzer the influence of the soil humidity and temperature, and accumulated litter. The measurements had been carried through with device of CO2 absorption for infra-red ray (EGM/WMA-2 PP System, Hitchin Hertz, UK in may/2005 to april/2006. The average values of the CO2 efflux of the ground in the Forest and the area of 5,45 and 4,94 µmolm-2s-1 Pasture µmolm-2s-1, respectively. In the dry season the behavior of the CO2 efflux of the ground was similar in the Mature Transitional Tropical Forest Amazonian and in the area of Pasture, and in the wet season

  4. PLANEJAMENTO DE UMA TRILHA INTERPRETATIVA COMO FERRAMENTA DO ECOTURISMO NA APA DA BARRA DO RIO MAMANGUAPE - PARAÍBA, BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mércia Maria Araújo Luna

    2016-04-01

    Full Text Available A Floresta Atlântica é um bioma biodiverso e extremamente impactado. A Área de Proteção Ambiental (APA da Barra do Rio Mamanguape encontra-se inserida no hotspot da Floresta Atlântica. Este trabalho visa propor a implantação de uma trilha interpretativa na APA com base no Ecoturismo e na Educação Ambiental. Durante o mês de abril e maio de 2014 foi elaborado um roteiro mapeando os pontos estratégicos da trilha, elencando seus elementos mais representativos e registrando-os ao longo de 3.8 Km. Várias características da trilha foram consideradas na elaboração deste planejamento: a proteção do ambiente da trilha, seu potencial interpretativo, a acessibilidade e segurança. Os resultados apontaram nove pontos de atratividade onde foram abordados aspectos de relevância da flora, da fauna e da história da APA. Nota-se a necessidade da implantação de trilhas ecológicas no principal e maior fragmento de Floresta Atântica da APA, a Floresta do Oiteiro, uma vez que as trilhas só estão previstas no plano de manejo para um dos quatro municípios que abrange a APA, Lucena. Destaque pode ser dado à necessidade de treinamento de uma equipe local da Unidade de Conservação (UC para manter vivo o instrumento da trilha interpretativa, associando a interlocução entre a comunidade acadêmica da UFPB e os turistas pelo seu caráter amplo e interdisciplinar. Palavras-chave: Floresta Atlântica. Unidades de conservação. Turismo ecológico.

  5. Minimização da erosão em função do tamanho e localização das áreas de floresta no contexto do programa "conservador das águas"

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cornélio Alberto Zolin

    2011-12-01

    Full Text Available Com os crescentes conflitos de uso da água no Brasil, a implantação de políticas para a mitigação desses problemas tornou-se crucial. Nesse sentido, o conceito de Pagamentos por Serviços Ambientais (PSA tem se difundido ao redor do mundo e, consequentemente, no Brasil. O município de Extrema, em Minas Gerais, implantou a primeira iniciativa municipal brasileira de PSA, conhecida como programa "Conservador das Águas". Neste trabalho, objetivou-se avaliar a perda de solo na sub-bacia das Posses, onde se iniciou o programa "Conservador das Águas", visando determinar a potencialidade que o conceito adotado nesse programa terá para a conservação do solo e otimizar o provimento desse serviço ambiental em função do tamanho e da localização da área de floresta. Quatorze diferentes cenários de uso e cobertura do solo foram analisados, utilizando-se um Sistema de Informações Geográficas e a Revised Universal Soil Loss Equation. A expectativa de perda de solo na sub-bacia das Posses antes e após a implementação do programa "Conservador das Águas" foi de 30,63 e 7,06 Mg ha-1 ano-1, respectivamente. A otimização da conservação do solo pode ser feita adotando-se práticas conservacionistas na pastagem e alocando-se a área de floresta de maneira mais otimizada.

  6. Florestas estacionais e áreas de ecótono no estado do Tocantins, Brasil: parâmetros estruturais, classificação das fitofisionomias florestais e subsídios para conservação

    OpenAIRE

    Haidar,Ricardo Flores; Fagg,Jeanine Maria Felfili; Pinto,José Roberto Rodrigues; Dias,Ricardo Ribeiro; Damasco,Gabriel; Silva,Lucas de Carvalho Ramos; Fagg,Christopher William

    2013-01-01

    O objetivo deste estudo foi descrever a riqueza, estrutura e diversidade de espécies arbóreas em áreas de Floresta Estacional e ecótono (Floresta Estacional/Floresta Ombrófila) no estado do Tocantins, buscando subsídios para a conservação, manejo florestal, compensação de reserva legal e recuperação ambiental, além de discutir as identidades fitogeográficas em comparação com outras florestas do Brasil. Em 18 bacias hidrográficas, conduziu-se amostragem da vegetação arbórea (DAP > 5 cm) de 22 ...

  7. DETERMINAÇÃO DOS PREÇOS DA MADEIRA EM PÉ PARA AS ÁREAS DE FLORESTAS PÚBLICAS DA REGIÃO DO BAIXO AMAZONAS, NO ESTADO DO PARÁ

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antônio Cordeiro de Santana

    2014-08-01

    Full Text Available Normal.dotm 0 0 1 160 912 UFRA 7 1 1120 12.0 0 false 18 pt 18 pt 0 0 false false false /* Style Definitions */ table.MsoNormalTable {mso-style-name:"Table Normal"; mso-tstyle-rowband-size:0; mso-tstyle-colband-size:0; mso-style-noshow:yes; mso-style-parent:""; mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt; mso-para-margin:0cm; mso-para-margin-bottom:.0001pt; mso-pagination:widow-orphan; font-size:12.0pt; font-family:"Times New Roman"; mso-ascii-font-family:Cambria; mso-ascii-theme-font:minor-latin; mso-fareast-font-family:"Times New Roman"; mso-fareast-theme-font:minor-fareast; mso-hansi-font-family:Cambria; mso-hansi-theme-font:minor-latin; mso-bidi-font-family:"Times New Roman"; mso-bidi-theme-font:minor-bidi;} O artigo propõe uma metodologia fundamentada teoricamente para estimar os preços da madeira em pé (PMP, de modo a refletir o custo de oportunidade dos planos de manejo florestal em áreas de florestas públicas do Baixo Amazonas, estado do Pará. Diferentemente das iniciativas anteriores para estimar o PMP, definiu-se o preço a partir do mercado local de madeira em tora, que além de ser o único nível de mercado para o produto funciona sob concorrência perfeita. Em função disso, os preços refletem o valor econômico das espécies florestais comercializadas. Qualquer outra forma de estimação deste preço que não leve em conta essa condição teórica, enviesa a mensuração do valor econômico da floresta. A média do preço da madeira em pé foi de R$ 37,8/m3. Os preços médios por categoria foram: R$ 18,11/m3 para a categoria C4 (madeira branca, R$ 32,68/m3 para a categoria C3 (madeira vermelha, R$ 54,93/m3 para a C2 (madeira nobre e R$ 87,60/m3 para a categoria C1 (madeira especial. A partir desses preços, foi determinado o valor dos contratos para a concessão florestal na região do Baixo Amazonas.

  8. Composição florística do estrato arbóreo de floresta Atlântica Interiorana em Araponga - Minas Gerais Tree strtum floristc composition of an Inland Atlantic forest in Araponga - MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Michellia Pereira Soares

    2006-10-01

    Full Text Available Os objetivos deste trabalho foram determinar a composição florística de um fragmento de Floresta e analisar a sua similaridade com outras áreas de Floresta Estacional Semidecidual e Floresta Ombrófila Densa, com o intuito de classificar a tipologia florestal da área de estudo. O levantamento foi realizado em uma trilha interpretativa na Pousada Serra D'Água (20º41'24"S e 42º29'47"W, 1.100 m de altitude, região de entorno do Parque Estadual da Serra do Brigadeiro (PESB, Município de Araponga, MG. A listagem florística foi obtida a partir do levantamento fitossociológico, no qual foram demarcados 150 pontos quadrantes. Foram relacionadas 147 espécies, 98 gêneros e 50 famílias. As famílias com maior número de espécies foram: Melastomataceae (14, Leguminosae (11, Myrtaceae (10, Rubiaceae (8, Annonaceae (7, Flacourtiaceae (7, Lauraceae (7 e Meliaceae (6. Os resultados da análise de agrupamento revelaram que os aspectos de proximidade geográfica e altitude são os principais responsáveis pela similaridade florística de muitas áreas. A vegetação da área de estudo pode ser classificada como Floresta Estacional Semidecidual Montana, pelo fato de a sua composição florística mostrar alta similaridade com outras áreas dessa mesma tipologia.The objective of this work was to determine the floristic composition of a forest fragment and to analyze its similarity with other areas of the Semideciduous Seasonal Forest and Dense Ombrophylous Forest, in order to classify the forest typology of this area. The survey was carried out in an interpretative trail at the Pousada Serra D'Água (20º41'24"S and 42º29'47"W, 1100 m altitude, in the region around the Serra do Brigadeiro State Park (PESB, municipality of Araponga, MG. The floristic list was obtained from the phytosociological survey in which 150 quarter-centered-points were established. A total of 147 species, 98 genera and 50 families were found. The families with the greatest

  9. Composição florística e a conservação de floresta secundárias na serra da Cantareira, São Paulo, Brasil. Floristic composition and conservation of old secondary Forest in the serra Cantareira in São Paulo, South-Eastern Brazil.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Frederico Alexandre Roccia Dal Pozzo ARZOLLA

    2011-06-01

    Full Text Available Florestas secundárias estão seriamente ameaçadas pela expansão urbana na região metropolitana. Alguns remanescentes são protegidos, principalmente em parques estaduais e municipais, mas a maioria dessas florestas está sob risco de supressão pela contínua expansão de áreas urbanas. O objetivo deste trabalho foi caracterizar a composição florística do componente arbóreo de trecho de floresta, em estágio médio a avançado de regeneração no Parque Estadual da Cantareira, São Paulo (SP. Foram realizadas caminhadas nos traçados antigo e novo da Linha de Transmissão Guarulhos–Anhanguera, num total aproximado de 11 km de extensão. A amostragem foi realizada no período de 2006 a 2010. No levantamento florístico, foram identificadas 179 espécies, pertencentes a 54 famílias e 127 gêneros. As famílias com maior riqueza de espécies foram Fabaceae (19 espécies, Myrtaceae (18, Lauraceae (16 e Rubiaceae (15 e os gêneros mais ricos, Ocotea e Myrcia (6, Eugenia (5 e Maytenus, Mollinedia e Nectandra com quatro espécies cada. Foram registradas dez espécies consideradas ameaçadas de extinção, sendo quatro espécies na lista de São Paulo e seis na lista da IUCN. Uma delas, Mollinedia oligotricha, é considerada presumivelmente extinta. A similaridade florística encontrada com outros remanescentes florestais da Região Metropolitana de São Paulo e arredores variou entre 11% a 38%. Florestas secundárias apresentam uma considerável riqueza de espécies, incluindo espécies ameaçadas de extinção. Foram discutidas as pressões incidentes sobre esses remanescentes florestais, bem como possíveis estratégias para a sua conservação.Secondary forests are seriously threatened by urban expansion in the metropolitan region of São Paulo. Some remnants are protected, mainly in state or municipal parks, but most of these forests are in immanent danger of being destroyed by the continual expansion of urban areas. The aim of this

  10. Briófitas: estado do conhecimento e vulnerabilidade na Floresta Atlântica Nordestina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mercia Patricia Pereira Silva

    2014-10-01

    Full Text Available Com ênfase na Floresta Atlântica Nordestina, é fornecido um diagnóstico do estado da arte do conhecimento sobre a brioflora e, para os últimos dez anos, uma análise por área temática da briologia, estado da região, Instituição executora dos autores e gargalos de conhecimento. No período analisado, foram publicados 60 artigos em periódicos nacionais e internacionais, sendo que a maioria enfoca a linha de pesquisa Florística e Taxonomia, com destaque para o estado da Bahia que apresenta mais de 50% da produção desta linha. A consolidação deste conhecimento pode ser atribuída, em grande parte, à existência de pesquisadores e de Programas de Pós-graduação atuantes na região. A brioflora regional é composta por 788 spp., correspondendo a 58% do total conhecido para o Domínio Floresta Atlântica, onde novas espécies têm sido descritas e táxons vulneráveis, de distribuição rara e bioindicadores evidenciados. A Bahia é o estado de maior riqueza brioflorística, com 483 spp., seguida por Pernambuco, 323 spp. A vulnerabilidade da brioflora regional é acessada mediante endemismo, raridade de distribuição e caráter bioindicador de qualidade ambiental dos táxons. Modelos de distribuição potencial produzidos para vários desses táxons contribuem ao evidenciar novas áreas de exploração, a necessidade de proteção mais eficiente de habitats específicos e a criação de Unidades de Conservação. Para dirimir as lacunas ainda existentes no conhecimento fazem-se necessárias a continuidade de estudos, a intensificação na formação de recursos humanos e nas cooperações científicas.

  11. Estrutura arbórea da Floresta Ombrófila Densa Altomontana de serras do Sul do Brasil Tree component structure of tropical upper montane rain forests in Southern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maurício Bergamini Scheer

    2011-12-01

    Full Text Available O presente trabalho teve os objetivos de agrupar informações sobre a estrutura arbórea da floresta altomontana da Serra do Mar paranaense e de compará-las com as de florestas altomontanas de outras serras do Sul e Sudeste do Brasil. Foram realizados levantamentos fitossociológicos em diversas montanhas de quatro importantes serras (ou subserras do Paraná. Nas quatro subserras foram amostrados 2294 indivíduos (PAP > 10 cm pertencentes a 28 famílias, 43 gêneros e 78 espécies. Foi observada maior riqueza de espécies na amostragem da Serra Gigante (41 espécies, seguida pelas serras da Prata (37, da Igreja (34 e do Ibitiraquire (26. A altura média obtida para os indivíduos foi de 4,8 m, o PAP médio de 22,9 cm, a densidade média de 4779 ind/ha, a área basal média de 33,5 m²/ha e o índice de diversidade de Shannon total de 2,68 nat/ind. Agrupando informações de estudos realizados em outras subserras paranaenses, totalizando 11 levantamentos e 204 parcelas (10200 m², obteve-se uma matriz com 75 espécies determinadas, onde as cinco com maior porcentagem de importância estrutural foram Ilex microdonta, Siphoneugena reitzii, Drimys angustifolia, Ocotea porosa e Ilex chamaedrifolia. Os trechos amostrados na Serra do Mar do Paraná, apresentaram menor riqueza e diversidade que os da Serra da Mantiqueira (MG e maior que os dos Aparados da Serra Geral (SC. Tais diferenças, possivelmente, estão relacionadas às influências antrópicas, das distâncias geográficas, dos diferentes centros de endemismo, dos entornos tropicais ou subtropicais dominantes, das feições geomorfológicas, entre outros fatores.The aims of this study were: (1 to group information about the tree structure of the upper montane rain forest of Serra do Mar in the state of Paraná (PR, Southern Brazil; and (2 to compare this information with available data from other mountain ranges in Southern and Southeastern Brazil. In the four mountain ranges studied, 2294

  12. Dinâmica da estrutura da comunidade de lauráceas no período 1995-2004 em uma floresta de araucária no sul do estado do Paraná, Brasil.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Geise de Góes Canalez

    2010-08-01

    Full Text Available Várias espécies da família Lauraceae estão entre as mais comuns na Floresta de Araucária. Elas possuem bom potencial silvicultural e econômico, mas são pouco estudadas. Este trabalho trata das mudanças estruturais no período 1995-2004 de oito espécies da família Lauraceae ocorrentes em um fragmento florestal localizado no centro-sul do estado do Paraná. As espécies foram analisadas pelos indicadores estruturais e dinâmicos: IVI, abundância, área basal, volume, distribuição diamétrica, distribuição espacial, recrutamento, mortalidade e incrementos. Os resultados demonstraram que, em 10 anos de dinâmica estrutural, a família Lauraceae, de maneira geral, manteve inalterada sua posição de importância na comunidade. Observou-se que as Lauráceas passam por aumento de densidade, porque o recrutamento está sendo maior que a mortalidade. Já o crescimento das Lauráceas tem sido muito baixo, tanto em diâmetro como em área basal e volume. Embora a maior parte das Lauráceas apresente um padrão dinâmico lento, algumas espécies passam por um intenso processo de mudanças, como é o caso da canela-amarela (Nectandra grandiflora Nees & Mart. ex Nees, que aumentou a maioria dos seus indicadores estruturais e dinâmicos, constituindo-se na espécie de maior destaque entre as analisadas. Essa espécie apresenta recrutamento muito superior à mortalidade, distribuição diamétrica decrescente e ampla distribuição espacial. Esses elementos estão tornando essa espécie em uma das três mais importantes em toda a comunidade, juntamente com a araucária (Araucaria angustifolia (Bertol. Kuntze e a erva-mate (Ilex paraguariensis A.St.-Hil.. Concluiu-se que, em 10 anos, já é possível distinguir processos ecológicos importantes que podem servir como indicativos em Planos de Manejo para Florestas semelhantes de Araucária.

  13. Quantitative analysis of seed rain under natural and artificial perches in the Araucaria Forest Análise quantitativa da chuva de sementes sob poleiros naturais e artificiais em Floresta Ombrófila Mista

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sandra Bos Mikich

    2010-06-01

    Full Text Available The objective of this study was to compare the efficiency in terms of number of seeds deposited under natural and artificial bird-perches set in degraded areas of Araucaria Forest. Six experimental units were used, each containing seed traps set under natural perches (NP, artificial perches (AP and under open sky (OS. After 12 months of weekly sampling 26880 zoochoric seeds were collected under AP, 5729 under NP, and only seven under OS. Thus, the presence of perches increases dramatically seed deposition and NP are more or as efficient as AP when the effect of deposition area is taken into account.O objetivo deste estudo foi comparar a eficiência de poleiros naturais e artificiais na deposição de
    sementes em áreas degradadas da Floresta com Araucária. Seis unidades experimentais foram utilizadas, cada qual constituída por coletores de sementes instalados sob poleiros naturais (PN, artificiais (PA e a céu aberto (CA. Após 12 meses de coletas semanais, foram recolhidas 26.880 sementes zoocóricas sob os PA, 5.729 sob os PN e 7 nos CA. Portanto, a presença de poleiros incrementa significativamente a chuva de sementes e os PN são tão ou mais eficientes que os PA quando o efeito da área de deposição é levado em consideração.

  14. Does the edge effect influence plant community structure in a tropical dry forest? O efeito de borda influencia a estrutura da comunidade vegetal em uma floresta tropical seca?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Diogo Gallo Oliveira

    2013-04-01

    Full Text Available Edge effects are considered a key factor in regulating the structure of plant communities in different ecosystems. However, regardless to few studies, edge influence does not seem to be decisive in semiarid regions such as the Brazilian tropical dry forest known as Caatinga but this issue remains inconclusive. The present study tests the null hypothesis that the plant community of shrubs and trees does not change in its structure due to edge effects. Twenty-four plots (20 x 20 m were set up in a fragment of Caatinga, in which 12 plots were in the forest edges and 12 plots were inside the fragment. Tree richness, abundance and species composition did not differ between edge and interior plots. The results of this study are in agreement with the pattern previously found for semiarid environments and contrasts with previous results obtained in different environments such as Rainforests, Savanna and Forest of Araucaria, which indicate abrupt differences between the border and interior of the plant communities in these ecosystems, and suggest that the community of woody plants of the Caatinga is not ecologically affected by the presence of edges.Efeitos de borda são considerados fator-chave na regulação da estrutura de comunidades vegetais em diferentes ecossistemas. Entretanto, apesar dos poucos estudos relacionados, o efeito de borda parece não ser determinante em regiões semiáridas, como a floresta tropical seca brasileira, conhecida como Caatinga. Este estudo testou a hipótese nula de que a comunidade vegetal arbustivo-arbórea não sofre alterações em sua estrutura, riqueza e composição devido ao efeito de borda. Foram instaladas 24 parcelas (20 x 20 m em um fragmento de Caatinga arbórea, sendo 12 parcelas na borda do fragmento e 12 parcelas no seu interior. A riqueza, abundância e composição das espécies não diferiram estatisticamente entre as parcelas de borda e interior. Os resultados deste estudo corroboram um possível padr

  15. Composição florística de uma floresta estacional semidecidual montana no município de Viçosa-MG Floristic composition of a montane seasonal semideciduous tropical forest in Viçosa, MG, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Augusto Alves Meira-Neto

    2002-08-01

    Full Text Available O objetivo do presente estudo foi investigar a composição florística arbórea da Mata da Silvicultura (20º45'S e 42º55'W, município de Viçosa, Zona da Mata de Minas Gerais, com o intuito de avaliar sua similaridade com outras florestas. Para comparação florística foi utilizada a análise de agrupamentos pelo método de médias aritméticas não-ponderadas (UPGMA, a partir dos índices binários de similaridade de Sørensen entre as florestas comparadas. Foram relacionadas 154 espécies de 47 famílias botânicas para a Mata da Silvicultura. Esta mata mostrou-se mais similar às florestas semideciduais de altitude de Lavras (MG e de Atibaia (SP e menos similar às florestas submontanas e litorâneas. Estes resultados evidenciam uma importante influência das temperaturas na determinação do tipo florístico das florestas do Sudeste e Sul brasileiros.This study aims to investigate the floristic composition of the Silvicultura forest (20º45`S and 42º55´W by comparing it to other forest compositions. Thus, the cluster analysis method of unweighted pair-group using arithmetic averages (UPGMA was used, applying the Sørensen binary similarity index found among compared forests. A list of 154 species of 47 families was recorded. The Silvicultura forest is more similar to the montane semideciduous forests of Lavras and Atibaia, but less similar to submontane and coastal forests. These results show that temperature plays an important role in the floristic differentiation of the southern and southeastern Brazilian forest types.

  16. Geoestatística na avaliação dos atributos físicos em latossolo sob floresta nativa e pastagem na Região de Manicoré, Amazonas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renato Eleotério de Aquino

    2014-04-01

    Full Text Available A utilização das técnicas geoestatísticas permite detectar a existência da dependência e distribuição espacial dos atributos do solo, constituindo importante ferramenta na análise e descrição detalhada do comportamento dos atributos físicos do solo. Este trabalho teve como objetivo o uso da geoestatística na avaliação dos atributos físicos em Latossolo sob floresta nativa e pastagem na região de Manicoré no Amazonas. Nas áreas de floresta nativa e pastagem, foram estabelecidas malhas com dimensão 70 × 70 m e demarcados pontos nessas malhas espaçados a cada 10 m, totalizando 64 pontos. Esses pontos foram georreferenciados e, em seguida, foram feitas as coletadas de solo em cada ponto da malha nas camadas de 0,00-0,20 e 0,40-0,60 m para determinação dos atributos físicos, totalizando 128 amostras de solo em cada malha. Essas malhas encontram-se paralelas com uma distância uma da outra de 100 m e o solo nessas áreas é classificado como Latossolo. Determinaram-se textura, densidade do solo e de partículas, macroporosidade, microporosidade, porosidade total e estabilidade dos agregados em água. Após a tabulação dos dados, foram realizadas análises estatísticas descritivas e geoestatística. A pastagem apresentou leve variação nos seus atributos físicos em relação à floresta nativa, com coeficiente de variação alto e dependência espacial fraca. Os semivariogramas escalonados conseguiram reproduzir de forma satisfatória o comportamento espacial dos atributos no mesmo padrão dos semivariogramas individuais, e o uso do parâmetro alcance do semivariograma mostrou-se eficiente para determinar a densidade amostral ideal para os ambientes em estudo. Os resultados geoestatísticos indicaram que a retirada da floresta nativa para a implantação da pastagem alterou a variabilidade natural dos atributos físicos.

  17. Deposição de nutrientes pela serapilheira em um fragmento de Floresta Estacional Decidual no Rio Grande do Sul

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joseane Savian Marafiga

    2012-12-01

    Full Text Available O conhecimento do aporte de nutrientes das espécies que compõem a Floresta Estacional Decidual é ainda incipiente. Objetivou-se, neste trabalho, determinar a deposição de nutrientes pela serapilheira de diferentes espécies, em uma Floresta Estacional Decidual, no município de Itaara, RS. Para a coleta de serapilheira, foram demarcadas seis parcelas de 25,0 m x 17,0 m cada, sendo distribuídos cinco coletores em cada parcela. As coletas de serapilheira foram realizadas mensalmente, no período de janeiro de 2006 a dezembro de 2007. A serapilheira foi separada em folhas, galhos finos (diâmetro < 0,5 cm e miscelânea (flores, frutos, sementes e restos vegetais não identificáveis. As folhas foram separadas de acordo com as espécies mais representativas da floresta. O material foi analisado quanto aos teores de macro e micronutrientes. A concentração de nutrientes diferiu entre as espécies. A maior transferência de nutrientes ocorreu por meio da fração folhas, seguido pelos galhos finos e miscelânea. Dentre as espécies avaliadas, a espécie Parapiptadenia rigida apresentou a maior transferência de nutrientes, com exceção do Mn, o qual foi mais transferido pela espécie Matayba elaeagnoides, juntamente com a espécie Ocotea pulchella.

  18. Geotecnologias aplicadas ao estudo de precipita??o e desmatamento na por??o Sul da Amaz?nia

    OpenAIRE

    Seixas, Ian Marins

    2011-01-01

    Na Amaz?nia, os impactos das diversas atividades (extra??o de madeira, minera??o e agropecu?ria) sobre a floresta geram a destrui??o da biodiversidade, a degrada??o dos solos e poss?veis altera??es clim?ticas. A floresta possui uma intensa intera??o com a atmosfera ao fornecer uma grande quantidade de calor e vapor d ?gua contribuindo para a umidade local. Considerando o atual cen?rio de desmatamento no sul da Amaz?nia (Arco do Desmatamento), tem-se como hip?tese que a transforma??o do uso da...

  19. Estudo da regeneração natural de espécies arbóreas em fragmento de Floresta Ombrófila Densa, Mata das Galinhas, no município de Catende, zona da mata sul de Pernambuco.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Wegliane Campelo da Silva

    2010-08-01

    Full Text Available O estudo foi desenvolvido no fragmento denominado Mata das Galinhas, situado no município de Catende - PE, na mesorregião da mata pernambucana, mais precisamente na microrregião da mata úmida, a 142 Km da capital, nas coordenadas 8º69'06"S e 35º69'08" W, com altitude média de 199m. O relevo varia, predominantemente, de ondulado a forte ondulado. Os solos predominantes são classificados como latossolo vermelho distrófico e nitossolo vermelho associado ao latossolo. A vegetação é de Floresta Ombrófila Densa. Neste estudo, objetivou-se avaliar a regeneração natural de espécies arbóreas no fragmento florestal e verificar a diversidade e a estrutura das espécies no mesmo. Para a estimativa da regeneração natural das espécies arbóreas, foram locadas, de forma sistemática, 16 subparcelas de 25 m² (5 x 5 m, no centro de 16 unidades amostrais permanentes de 250 m2 (10,0 x 25,0 m, para o estudo da fitossociologia da comunidade arbórea adulta, com um distanciamento de 50 m entre si. O nível de inclusão foi de CAP < 15 cm, e a medição de altura (h foi dividida em classes, em que a classe 1 contemplou indivíduos com 1,0 < h < 2,0 m, a classe 2 com indivíduos 2,0 < h < 3,0 m e a classe, 3 indivíduos com h > 3,0 m. Foram realizados os cálculos da suficiência amostral e da diversidade. No fragmento, foram amostrados 194 indivíduos, pertencentes a 31 famílias botânicas e a 60 espécies arbóreas. Destas, 42 foram identificadas em nível de espécie; 4,em nível de gênero; 2, em nível de família; e 2, indeterminadas. As dez espécies com maiores valores para regeneração natural Total da População Amostrada (RNT representaram 53,78%, estando assim distribuídas: Brosimum discolor Schott (9,98%, Protium heptaphyllum (Aubl. Marchand (9,19%, Eschweilera ovata (Cambess. Miers (8,01%, Thyrsodium spruceanum Benth. (7,0%, Dialium guianense (Aubl. Sandwith (5,44%, Erythroxylum squamatum Sw. (3,32%, Cupania revoluta Rolfe (3

  20. Dinâmica sazonal da produção e decomposição de serrapilheira em floresta tropical de transição Seasonal dynamics of the litterfall production and decomposition in tropical transitional forest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Sanches

    2009-04-01

    Full Text Available Em função de se analisar a produção, dinâmica e decomposição de serrapilheira em busca da sazonalidade do microclima em uma floresta tropical de transição Amazônia Cerrado, propõe-se estimar a produção de serrapilheira, por meio de caixas de coleta de 1 m² e o acúmulo de serrapilheira sobre o solo por meio de quadrantes de 25 x 25 cm, distribuídos aleatoriamente. Determinaram-se a constante de decaimento (K, o coeficiente de retorno de serrapilheira (K L e a constante de decomposição (K'. Com o emprego de bolsas de nylon preenchidas com folhas de espécies de relevância na floresta (Tovomita schomburgkki e Brosimium lactescens estudou-se a decomposição de folhas e se monitaram os fatores ambientais por meio de equipamentos instalados em uma torre micrometeorológica. A produção de serrapilheira não só se apresentou de forma sazonal, com significativa influência da umidade relativa do ar e da precipitação, em uma floresta de transição, mas foi majoritariamente composta de folhas seguidas de galhos e miscelânea (flores e frutos. A decomposição de folhas em florestas tropicais foi acelerada em ambas as estações, seca-úmida e úmida-seca, sendo a velocidade de decomposição das folhas maior na estação úmida-seca.The objective of this study was to analyze the production, dynamics and litter decomposition as a function of the seasonality of the microclimate in a transitional tropical forest of Amazonia Cerrado. Estimate of litterfall was carried out with collection boxes of 1 m² and floor forest mass with quadrants of 25 x 25 cm distributed randomly. The decline constant (K, litter turnover rate (K L and litter decomposition rate (K' were determined by estimation of litterfall and forest floor litter mass. Leaf decomposition was studied by litter bags with leaves of species of relevance (Tovomita schomburgkki and Brosimium lactescens in the forest. The analysis of the environmental factors was measured through

  1. Composição florística e estrutura de um trecho de floresta ombrófila densa atlântica com uso pretérito de produção de banana, no parque estadual da Pedra Branca, Rio de Janeiro, RJ

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandro Solórzano

    2012-06-01

    Full Text Available Este estudo teve como objetivos caracterizar florística e estruturalmente um trecho de Floresta Ombrófila Densa Submontana urbana e avaliar os fatores que contribuíram para a regeneração, a partir do último uso do solo para produção de banana, há 50 anos. Para a amostragem da área foram implantadas 25 parcelas de 100 m², totalizando 0,25 ha. O critério de inclusão adotado foi diâmetro à altura do peito (DAP > 5 cm. Foram amostrados 311 indivíduos de 92 espécies, 67 gêneros e 31 famílias. A área basal total foi de 34,18 m²/ha, enquanto a densidade, de 1.244 ind./ha. As espécies mais importantes na comunidade, representando 42% do valor de importância (VI da área, foram: Aiouea saligna Meisn., Tachigali paratyensis (Vell. H.C. Lima, Ficus insipida Willd., Bathysa gymonocarpa K. Schum, Chrysophyllum flexuosum Mart., Piptadenia gonoacantha (Mart. J.F. Macbr., Piper rivinoides Kunth., Hyeronima alchorneoides Allemão, Miconia cinnamomifolia (DC. Naudin e Guarea guidonia (L. Sleumer. O elevado valor do Índice de diversidade de Shannon (H'= 4,13 nats/ind., bem como o de equabilidade (J = 0,91, compara-se aos valores referenciados para florestas conservadas e inventariadas no Sudeste brasileiro. A floresta amostrada encontra-se em processo de regeneração e representa um estágio intermediário de sucessão. O cultivo da banana, após seu abandono, permitiu a entrada de espécies com estratégias de estabelecimento e propagação em condições de pouca luminosidade. A presença de uma árvore remanescente, do gênero Ficus, está relacionada a uma crença popular que acabou influenciando a estrutura da vegetação. Dessa forma, as espécies amostradas neste estudo refletiram o uso do solo passado e a cultura local.

  2. A leitura das crianças do campo a partir de Alta Floresta

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Érica Lemes Lopes da Silva

    2016-12-01

    Full Text Available O estudo é resultado do Trabalho de Conclusão do Curso de Pedagogia para Educadores do Campo da Universidade do Estado de Mato Grosso, Campus de Sinop. Focalizou apreender como é a leitura das crianças do meio rural de Alta Floresta. Fundamenta-se na legislação, em autores que discutem a temática leitura, com destaque para Paulo Freire, Ana Teberosky e Teresa Colomer. Entrevistou-se a comunidade escolar e moradores da comunidade e observou-se a sala de aula e a biblioteca. Percebeu-se que há um longo caminho para inserção à leitura, atendendo o modo de vida do meio rural. Palavras-chave: crianças; leitura; meio rural.

  3. Estrutura de taxocenose de lagartos em um fragmento de floresta atlântica no nordeste do Brasil

    OpenAIRE

    Laranjeiras, Daniel Orsi

    2012-01-01

    Foi investigada a contribuição dos fatores ecológicos e históricos, na determinação dos padrões de estruturação da taxocenose de lagartos de um fragmento de floresta atlântica, analisando parâmetros de utilização do espaço, composição da dieta e morfometria das espécies. A coleta dos lagartos foi realizada através da utilização de armadilhas e de procura visual ativa. Foram registradas 16 espécies pertencentes a 8 famílias. A análise de componentes principais revelou um agrupamento no espaço ...

  4. CARACTERIZAÇÃO ESPAÇOTEMPORAL DE DUAS FLORESTAS ESTACIONAIS DO OESTE BAIANO, BARREIRAS-BA - DOI 10.5216/bgg.v32i1.18961

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daiany Caroline Joner

    2012-06-01

    Full Text Available Em estudos com fitofisionomias do Bioma Cerrado, as florestas estacionais estiveram entre as formações com maior carência de estudo. Apesar do aumento expressivo de pesquisas nos últimos anos, elas se concentram em estados do sul e sudeste brasileiro, já em boa parte do Cerrado nordestino, ainda há muitas lacunas no conhecimento dos processos ecológicos que as envolvem. Este artigo tem como objetivo suprir parte dessa deficiência ao descrever a estrutura espacial e a dinâmica da cobertura vegetal de duas florestas estacionais. Ao longo da paisagem regional, essas fitofisionomias, em que estão restritas a eixos de drenagem próximos às vertentes dos chapadões dominantes na região. Para a avaliação espaço-estrutural das duas fitofisionomias, foram elaborados diagramas de perfis de vegetação e análise florística, já a dinâmica temporal foi observada através do cálculo do Índice de Área Foliar (LAI das estações chuvosa e seca usando como referência imagens de satélite. Averiguou-se que as florestas estudadas possuem características estruturais e florísticas diferenciadas, as quais têm papel fundamental na dinâmica temporal percebida pelo LAI, cujos índices são semelhantes na estação chuvosa, distinguindo-se significativamente na estação seca. Este estudo demonstra a importância dessas metodologias na definição de unidades da paisagem.

  5. SISTEMAS DE PRODUÇÃO OLERÍCOLA COMERCIAL DO MUNICÍPIO MATO-GROSSENSE DE ALTA FLORESTA, BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jakeline Santos Santos Cochev

    2014-12-01

    Full Text Available Dentre os sistemas agrícolas desenvolvido no âmbito da agricultura familiar está a olericultura, sendo esta responsável pelo abastecimento dos mercados, pela geração de empregos e subsistência humana. Desse modo, objetivou-se caracterizar a atividade olerícola comercial do município de Alta Floresta/MT, dando enfoque ao perfil social e econômico dos agricultores familiares, com o intuito de evidenciar a geração de subsídios que contribuam para o planejamento e desenvolvimento da atividade em âmbito municipal. Para isso, foram utilizados os dados do Censo Agropecuário de 2006 do IBGE relativo às variáveis: mão de obra; número de estabelecimentos agropecuários; condição do produtor; grupo de atividades econômicas e produtos da olericultura; trabalho de campo para realização de entrevista, com aplicação de questionário quali-quantitativo para avaliação das características sociais e econômicas dos agricultores e georreferenciamento das sedes e da área produtiva das propriedades através do Sistema de Posicionamento Global-GPS. Assim, verificou-se a redução do número de pessoas por família e também a evasão dos jovens da área rural para a área urbana em busca de oportunidades de emprego e renda. Constatou-se ainda, que é maior o número de homens do que mulheres, entre os entrevistados. Além disso, as dificuldades enfrentadas pelos agricultores estão na falta de mão de obra e assistência técnica especializada. Portanto, concluiu-se que o desenvolvimento da olericultura comercial no município de Alta Floresta demanda de políticas públicas que apoiem este segmento da agricultura familiar.

  6. Precipitação efetiva e interceptação das chuvas por floresta de Mata Atlântica em uma microbacia experimental em Cunha - São Paulo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arcova Francisco Carlos Soriano

    2003-01-01

    Full Text Available São apresentados os resultados de pesquisa que quantificaram a precipitação efetiva e a interceptação das chuvas pelo dossel da floresta secundária de Mata Atlântica na "microbacia experimental B", do Laboratório de Hidrologia Florestal Walter Emmerich, em Cunha-SP. No período de um ano foram medidos a precipitação no aberto, a precipitação interna e o escoamento pelo tronco das árvores, totalizando 54 coletas. Um pluviômetro em área aberta e 16 no interior da floresta foram utilizados para quantificação dos dois primeiros processos, respectivamente. Para determinação do escoamento pelo tronco foram instalados dispositivos de espuma de poliuretano em 38 árvores. A água interceptada foi estimada pela diferença entre a precipitação no aberto e a precipitação efetiva. Concluiu-se que, em média, 18,6% da precipitação foi interceptada pela floresta, retornando à atmosfera na forma de vapor. Um montante de 81,2% alcançou o piso como precipitação interna e apenas 0,2% como escoamento pelo tronco. Os fluxos de precipitação interna e escoamento pelo tronco foram maiores no período caracterizado como chuvoso. Os porcentuais de interceptação foram superiores no período pouco chuvoso.

  7. Florística e estrutura da vegetação arbórea de um fragmento de floresta semidecedual às margens do reservatório da usina hidrelétrica Dona Rita (Itambé do Mato Dentro, MG Floristic composition and structure of the tree community of a fragment of the submontane semideciduous forest in Itambé do Mato Dentro Minas Gerais State, south-eastern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Douglas Antônio de Carvalho

    2000-04-01

    Full Text Available Realizou-se o levantamento florístico e fitossociológico da comunidade arbórea de um fragmento de Floresta Estacionai Semidecidual Sub-Montana localizado às margens do reservatório da usina hidrelétrica Dona Rita, situado na Fazenda Camarinha, em Itambé do Mato Dentro, MG, na bacia do rio Doce (19º26'S, 43º 14' W, altitude entre 610 e 630m. Todos os indivíduos com diâmetro do caule à altura do solo > 5,0cm (exceto lianas encontrados em 35 parcelas de 15xl5m (0,78ha foram identificados, medidos e tiveram sua altura estimada (também foram coletados indivíduos que se apresentavam com estruturas reprodutivas, fora das parcelas. Foram estimados para cada espécie os seguintes parâmetros: densidade por área, freqüência absoluta, dominância absoluta e índice de valor de importância (IVI. Também foram calculados o índice de diversidade de Shannon e a equabilidade correspondente, o índice de similaridade de Jaccard e as distâncias euclidianas quadradas entre esta floresta e outras do alto e médio Rio Grande, baixo Paranaíba e alto São Francisco. Nas parcelas foram amostrados 2.430 indivíduos. Identificou-se 216 espécies (15 fora das parcelas pertencentes a 50 famílias e 144 gêneros. Destacam-se pelo IVI as famílias Euphorbiaceae, Myrtaceae e Caesalpiniaceae e as espécies Apuleia leiocarpa, Pera glabrata, Licania hypoleuca e Mabeafistulifera. Comparada com algumas florestas ciliares do Estado, a floresta de Itambé do Mato Dentro se assemelha mais com a do alto Rio Grande (ambas localizadas em regiões sob influência da Mata Atlântica, muito embora as espécies mais importantes não sejam as mesmas. Em termos pedológicos a floresta de Itambé apresenta os solos mais intemperizados, lixiviados e profundos, apesar de seu relevo íngreme, devido ao material constitutivo dos mesmos ter sofrido intenso processo de alteração anterior ao atual ciclo pedogênico.A floristic and phytosociological survey of the tree commnunity

  8. Projeção da distribuição diamétrica de uma floresta explorada seletivamente na Amazônia Ocidental Projection of the diameter distribution in a selective logging forest in the western Amazon

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sumaia S. Vasconcelos

    2009-03-01

    Full Text Available Utilizando um modelo estocástico, foi projetada a distribuição diamétrica futura de uma floresta submetida à exploração seletiva de madeira na Amazônia Ocidental. Foram utilizados dados de cinco parcelas permanentes localizadas no PC Pedro Peixoto, no Acre. A primeira medição das parcelas ocorreu em 1996, a exploração florestal em 1997 e as re-medições em 1999 e 2001. A principal variável utilizada foi o diâmetro à altura do peito (DAP. A matriz de transição probabilística (Cadeia de Markov foi utilizada para fazer a projeção da distribuição diamétrica do número de árvores sobreviventes nas classes diamétricas. O modelo foi primeiramente testado para fazer a projeção para 2001, tendo como base as observações de 1999 e seu passado imediato (1997. Quando comparadas às projeções feitas para 2001 e as medições de campo (2001, o teste Qui-quadrado mostrou que não houve diferença significativa entre freqüências esperadas e observadas na distribuição diamétrica (p=0,05. A projeção para 2005 indica que a taxa de mortalidade será próxima a de 2001, e se repetida a taxa de recrutamento em 2005 o total de árvores será maior que o observado em 2001. Esse comportamento da floresta indica que não existe um padrão definido para a dinâmica nas classes diamétricas em termos de mortalidade ou crescimento, apresentando um comportamento aleatório ou probabilístico, justificando a eficiência da Cadeia de Markov para projetar a dinâmica da floresta estudada, podendo auxiliar na determinação do ciclo de corte ou mostrando as tendências que a floresta de hoje apresentará em um futuro próximo.The diameter distribution of an experimental forest stand in the Western Amazon was projected using a stochastic model after selective logging. The study was developed using data from five permanent plots located in the colonization project Pedro Peixoto, in the state of Acre. Initial measurements of diameter at breast

  9. Avaliação visual da qualidade da estrutura do solo em sistemas de uso das terras

    OpenAIRE

    Joelcio Eurich; Pedro Henrique Weirich Neto; Carlos Hugo Rocha; Zíngara Rocio dos Santos Eurich

    2014-01-01

    Sistemas sustentáveis de produção agropecuária demandam solos com boa estrutura, por isso, são necessários métodos eficientes para avaliação dessa estrutura. Objetivou-se, com este estudo, aplicar a metodologia de avaliação visual da estrutura do solo, em áreas previamente cobertas por Floresta com Araucária, em longo período de uso após o desmatamento. Selecionaram-se áreas sob três tipos de usos: floresta nativa, pastagem e cultivo agrícola, considerados como tratamento, sendo realizadas de...

  10. Teores de Carbono Orgânico de Seis Espécies Naturais do Ecossistema da Floresta Ombrófi la Mista / Organic Carbon Contents in Six Native Species in the Araucaria Forest Ecosystem

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karla Simone Weber

    2006-08-01

    Full Text Available Muitas vezes o estoque de carbono de uma floresta é estimado com a aplicação de equações matemáticas que utilizam os teores de carbono para um determinado grupo de espécies. No entanto, isto só é possível se não houver diferenças significativas entre os teores de carbono destas espécies. Neste contexto, o presente trabalho visa analisar estatisticamente os teores de carbono de seis espécies nativas da Floresta Ombrófila Mista, na região sul do estado do Paraná. Foram feitas análises de variância entre os teores de carbono das espécies Myrsine ferruginea (Ruiz & Pav. Spreng. (capororoca, Ocotea porosa (Nees L. Barroso (imbuia, Mimosa scabrella Benth. (bracatinga, Styrax leprosus Hook & Arn. (carne-de-vaca, Symplocos unifl ora (Pohl Benth. (mariamole e Ilex paraguariensis St. Hil. (erva-mate para verificar se existe variação estatisticamente significativa entre espécies, entre as mesmas partes (casca, fuste, folhagem, galho vivo, galho morto e miscelânea de diferentes espécies e entre diferentes partes da mesma espécie. Os resultados revelam que a folhagem de Styrax leprosus foi à única que se diferenciou das demais, pois possui um baixo teor de carbono. Em todas as outras partes não houve diferenças em função da espécie. A análise entre partes da mesma espécie, revelou que existem padrões diferentes para cada espécie, mas que a porção folhagem sempre concentra os maiores teores de carbono. Desconsiderando a separação em diferentes partes, não houve diferença estatística entre os teores de carbono quando comparados os valores médios de cada espécie.

  11. Percepção das paisagens da Floresta Nacional de Canela (RS pelos turistas / Landscapes perception of the of the National Forest of Canela (RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nara Rejane Zamberlan dos Santos

    2012-04-01

    Full Text Available ResumoUm estudo foi realizado com os turistas da cidade de Canela (RS, em quatro períodos do ano (julho-outubro, dezembro e fevereiro, com o objetivo de valorar 22 fotos (substitutos da paisagem da Floresta Nacional de Canela (RS, cuja escala de ponderação era variável de 1 a 5, correspondendo a classes de qualidade da paisagem de muito baixa a muito alta, respectivamente. Os resultados mostram que as mulheres são mais perceptivas do que os homens na análise de paisagens. Os menores valores médios valorados correspondem aos substitutos da classe baixa (2,74 e os mais altos, à classe alta de qualidade da paisagem (4,61. Por meio da Análise de Agrupamento Hierárquico, são observados dois grupos, sendo o primeiro, formado por mulheres de 15 a mais de 70 anos e jovens de 15 a 20 anos, do sexo masculino; e o segundo grupo, pelos demais homens.AbstractA study was carried out with the tourists of the city of Canela (RS, in four periods of the year (July, October, December and February, in order to value 22 photographs (landscape substitutes of the National Forest of Canela (RS, which weighting scale varied from 1 to 5. it was corresponding to very low to very high landscape classifications. The results show that women are more perceptive than men in landscape analysis. The lowest average values given correspond with low –class substitutes (2.74 and the highest with high quality landscapes (4.61. Through hierarchical group analysis were shown two groups, the first formed by women from 15 to over 70 years of age and young men of 15 to 20 years of age and second group by older men.

  12. FATORES EDÁFICOS E AS VARIAÇÕES FLORÍSTICAS DA REGENERAÇÃO NATURAL EM DUAS FORMAÇÕES FLORESTAIS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniel Gonçalves Jardim

    2016-06-01

    Full Text Available Os ecossistemas litorâneos são influenciados pelas características do solo que junto com a disponibilidade de nutrientes atuam como fator determinante da composição florística e da estrutura de uma comunidade vegetal. Com o objetivo de verificar a correlação entre os fatores edáficos e a composição de espécies em duas formações florestais da Área de Proteção Ambiental Algodoal-Maiandeua, Maracanã, Pará, foram delimitadas três parcelas de 50 x 50 m (0,75 ha na floresta de restinga seca e duas (0,50 ha na floresta inundável. Cada parcela foi dividida em 50 subparcelas de 2 x 2 m distribuídas aleatoriamente e foram identificados e quantificados todos os indivíduos com altura ≥ 5 cm e ≤ 80 cm, calculada a densidade relativa e coletadas 5 amostras simples de solo por parcela. Para relacionar os gradientes ao componente edáfico foi realizada a análise de correspondência canônica (CCA. Na floresta de restinga seca a CCA mostrou maior correlação entre Myrcia fallax, Pradosia pedicellata, Protium heptaphyllum e Parkia pendula com Fe, P, Cu, Ca, K e MO e na floresta inundável Symphonia globulifera e Virola surinamensis tiveram alta relação com CaCl2, KCl, H2O, Zn e N. Foi constatada a separação das espécies mais bem representadas nas duas florestas e respectivos nutrientes do solo. Palavras-chave: Floresta de restinga seca, floresta inundável, nutrientes no solo.

  13. Novas perspectivas para a gestão sustentável da Floresta Amazônica: explorando novos caminhos New perspectives for the sustainable management of the Amazon forest: exploring new avenues

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mirjam Ros-Tonen

    2007-06-01

    Full Text Available Com foco na indústria madeireira na região Amazônica do Brasil e com base numa comparação de resultados de uma pesquisa sobre o setor florestal realizada no início dos anos 90 e estudos realizados dez anos depois, este artigo explora várias tendências atuais com potência de mudar a gestão de florestas tropicais na região amazônica. Essas mudanças são relacionadas à a mudanças no suprimento de matéria prima, b globalização e abertura de mercados externos para madeira e outros produtos como a soja, c crescente escassez da madeira, d novos mercados e incentivos para o manejo florestal sustentável e manejo florestal comunitário, e e mudanças nos padrões de posse da terra, incluindo a descentralização da governança florestal e devolução de terras florestais. Concluímos que as mudanças apontam em direções diferentes. Enquanto a expansão dos mercados externos provoca o aumento do desmatamento, a descentralização e democratização da governança florestal e a preocupação global com a perda de serviços ambientais da floresta e de meios de vida para as populações locais criam novos incentivos para a gestão florestal sustentável. O maior desafio é encontrar meios para que a exploração florestal de base familiar e comunitária e as operações das serrarias nas áreas de assentamento sejam mais sustentáveis, por exemplo através de parcerias inovadoras do tipo empresa-comunidade.With a focus on the timber industry in the Brazilian Amazon region and based on a comparison of results of a study of the forestry sector carried out in the early 1990s and studies carried out about ten years later, this article explores various recent tendencies which have the potential to change tropical forest management in the Amazon region. These changes are related to a changes in the supply of roundwood, b globalisation and the opening of external markets for timber and other products like soy, c increasing scarcity of timber, d

  14. COMPARAÇÃO ESTRUTURAL ENTRE FLORESTA MANEJADA E NÃO MANEJADA NA COMUNIDADE SANTO ANTÔNIO, ESTADO DO PARÁ

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Diego dos Santos Vieira

    2014-12-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi analisar e comparar a composição florística e estrutura horizontal da floresta manejada (FM e da floresta não manejada (FNM. Utilizou-se amostragem casual estratificada com 12 parcelas na FM e 12 na FNM. Em parcelas de 28 x 350 m mensuraram-se todos os indivíduos com circunferência a altura do peito (CAP maior ou igual a 31,4 cm e menor do que 94,2 cm (nível I de inclusão, subparcelas de 28 x 100 m, os indivíduos com 94,2 cm ≤ CAP <157,1 cm (nível de inclusão II, subparcelas de 28 x 250 m e indivíduos com CAP ≥ 157,1 m (nível de inclusão III. Em ambas as florestas foram encontradas 216 espécies, distribuídas em 44 famílias botânicas. A FNM apresentou maior índice de diversidade de Shannon-Weaver (H’(H’= 4,47. A composição florística, na FM, não sofreu alterações significativas durante o manejo empresarial realizado. Entretanto, houve alterações significativas de riqueza e área basal entre FM e FNM devido à colheita realizada que implicou na retirada de indivíduos em classes comerciais e também ao dano causado às árvores remanescentes. As espécies de maior importância ecológica em FNM foram Rinorea guianensis Aubl (Violaceae, Pouteria bilocularis (H. Winkler Baehni (Sapotaceae e Sclerolobium paniculatum Vogel (Fabaceae. Em FM foram Rinorea guianensis Aubl (Violaceae, Manilkara huberi (Ducke Chevalier (Sapotaceae e Eschweilera coriacea (DC. S.A. Mori (Lecythidaceae. Para o período considerado, a área basal parece estar se recuperando adequadamente.

  15. Análise florística e estrutura de florestas de várzea no estuário amazônico Floristic analysis and structure of tidal flooded forests in the amazonian estuary

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Samuel Soares de Almeida

    2004-12-01

    Full Text Available Este trabalho apresenta os resultados de análise fitossociológica e da estrutura, feita em 4 inventários florísticos executados em parcelas de 1 hectare de florestas inundáveis de várzea localizadas na área do estuário e do baixo Amazonas. As florestas de várzea do estuário albergam uma riqueza de espécies relativamente baixa em relação a outras áreas da região como as florestas de terra firme. No entanto a estrutura de tamanho é considerável, com as árvores atingindo elevada biomassa vegetal. Provavelmente isto é devido ao aporte constante de nutrientes através dos sedimentos que viajam milhares de quilômetros de distância desde as nascentes andinas até o delta do rio Amazonas. As florestas inundáveis de várzea são dominadas por poucas espécies, algumas com muitos indivíduos, como o açaí (Euterpe oleracea e o muru-muru (Astrocaryum murumuru, outras com árvores muito grandes como a pitaíca (Swartzia polyphylla, pracuúba (Mora paraensis e a seringueira (Hevea brasiliensis. A ucuúba (Virola surinamensis, uma espécie que apresenta populações ameaçadas pela exploração madeireira, parece apresentar tanto indivíduos grandes como elevada densidade. As florestas de várzea apresentam baixa similaridade entre si, provavelmente decorrente da imensa variação do ambiente de várzea nos rios, paranás, ilhas e lagos, como os efeitos de zonação, altura de inundação, salinidade, velocidade da água, entre outros fatores. Estratégias de seleção de áreas de várzea para conservação devem levar em conta a variação ambiental, o grau de interferência humana e a diversidade local e entre ambientes.This work presents results of the analysis made in four 1-hectare plots of floristic inventory in the flooded forests located in the delta and lower basin of the Amazon river. The flooded forests, so called "várzea" forests, harbor a relatively low species richness in relation to other areas such as "terra firme

  16. Estudo da radiação solar global e do índice de transmissividade (kt, externo e interno, em uma floresta de mangue em Alagoas - Brasil Study of the global solar radiation and the internal and external transmissivity index in a mangrove forest in Alagoas - Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Alexandre Santos Querino

    2011-06-01

    Full Text Available As florestas de manguezais são de extrema importância social, econômica e ambiental, pois as mesmas são detentoras de uma rica fauna e flora. O Brasil possui uma das maiores áreas de manguezais do mundo que se estende desde o extremo Norte até o Sul do país, e devido a isso, os efeitos da alteração de manguezal em área degradada influenciam diretamente no microclima da região. No aspecto meteorológico, é necessário que seja limitada a forma de exploração desse ecossistema, pois a conversão de florestas de mangues em áreas degradadas expõe a superfície à radiação solar direta alterando o balanço radiativo. Então, conhecer o comportamento da Radiação Solar Global (Rg e suas componentes, Radiação Difusa (Rd e Radiação Direta (R D, dentro das florestas, são fatores primordiais para o entendimento da disponibilidade de energia para os diversos processos desse sistema. O principal objetivo deste trabalho foi avaliar e comparar o comportamento da Rg e suas componentes R D e Rd, dentro e acima de uma floresta de mangue. As medidas de radiação solar foram provenientes de uma torre micrometeorológica, instalada dentro de uma floresta de mangue, localizada no município de Marechal Deodoro (distante 15 km da cidade de Maceió-AL, em uma Área de Proteção Ambiental (APA, denominada APA de Santa Rita. A torre estava situada em 9° 42' 18'' S e 35° 48' 32'' W, e ficou em operação no período de outubro de 2004 a setembro de 2005. Os dados de Rd foram coletados com piranômetros CM5 da Kipp e Zonnen, os quais eram equipados com um anel de sombreamento de 10 cm de largura por 80 cm de diâmetro. Já para os dados de Rg utilizou-se o piranômetro SP - LITE da Campbell Scientific. Obteve-se também, por método empírico, o índice de transmissividade atmosférica k t (Rg/Ro, onde Ro é a radiação no topo da atmosfera. Os resultados mostraram uma grande variação entre as estações seca e chuvosa no tocante aos valores

  17. Interceptação das chuvas em um fragmento de floresta da Mata Atlântica na Bacia do Prata, Recife, PE Rainfall interception in an Atlantic Forest fragment in the Prata Basin, Recife, PE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Albert Einstein Spindola Saraiva de Moura

    2009-06-01

    Full Text Available A mata de Dois Irmãos é uma das poucas áreas remanescentes da Floresta Atlântica no Estado de Pernambuco. Nela estão inseridos os açudes do Meio, do Prata e Dois Irmãos que compõem a bacia hidrográfica do Prata. Este trabalho teve como objetivo estudar a partição das chuvas em um fragmento de Floresta Atlântica na Bacia do Prata em Recife, PE. Para obtenção dos dados de precipitação sob florestas, foram instalados 24 interceptômetros e selecionadas 20 árvores do estrato superior, e 10 árvores do sub-bosque foram escolhidas para obter os dados de escoamento pelo tronco. Encontraram-se perdas por interceptação de 208,3 mm, precipitação efetiva de 1.431,7 mm, precipitação interna de 1.392,4 mm, escoamento pelo tronco das árvores do estrato superior de 6,6 mm e escoamento pelo sub-bosque de 32,8 mm, correspondendo a 12,7%, 87,3%, 84,9%, 0,4% e 2%, respectivamente, do total precipitado de 1.464 mm.The Dois Irmãos forest is one of the few remaining areas of the Atlantic Forest in the State of Pernambuco. The dams of Meio, Prata and Dois Irmãos, which belong to the Prata Basin, are in it. The objective of this work was to study the rainfall partitioning in a fragment of the Atlantic forest in the Prata basin, in Recife, PE. 24 raingouges were installed in the interior of the forest to measure the throughfall and 20 trees of superior extract and 10 of the sub-forest were selected to determine the stemflow. The results showed values of loss interception of 208,3 mm, net precipitation of 1431,7 mm, throughfall of 1392,4 mm, stemflow by superior stratum of 6,6 mm and stemflow by sub-forest of 32,8 mm, corresponding to 12,7%, 87,3%, 84,9%, 0,4% and 2%, respectively.

  18. O Futuro Incerto das Florestas Tropicais The Uncertain Future of Tropical Forests

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Santos Henriques

    2010-12-01

    Full Text Available As florestas tropicais dão abrigo à maior biodiversidade do planeta, são residência de populações indígenas, fontes de madeira e produtos farmacêuticos, contribuem para regular o clima e prestam uma diversidade de serviços ecológicos vitais - e, contudo, estão ameaçadas de desaparecimento total. As causas desta intensa desflorestação tropical são múltiplas, diferem aos níveis regional e nacional e são simultaneamente de carácter endógeno e exógeno, como é discutido. É também discutida a importância das florestas tropicais para a preservação da diversidade biológica e redução do aquecimento global, pelo sequestro do CO2. Finalmente, são referidas as áreas de desflorestação nalgumas importantes regiões da África, Índia e sudeste asiático e discutidas as suas principais causas.Tropical forests harbour most of the planet biodiversity, are home to indigenous people, sources of timber and pharmaceutical products, contribute to the regulation of the climate and provide an endless number of vital ecological services. However, they are at risk of disappearing. The causes of this rampant tropical deforestation are multiple and differ at the regional and national levels, being both endogenous and exogenous, as is discussed. The importance of tropical forests for preserving biological diversity and reducing global warming by sequestering CO2 are also discussed. Finally, we assess the extent of deforestation and discuss its major drivers in some important regions of Africa, India and southeast Asia.

  19. ANÁLISE FLORÍSTICA E ESTRUTURAL DE UM FRAGMENTO DE FLORESTA OMBRÓFILA MISTA MONTANA, SITUADO EM CRIÚVA, RS - BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rubens Marques Rondon Neto

    2001-10-01

    Full Text Available O presente trabalho teve como objetivo conhecer e analisar a composição florística e descrever a estrutura do componente arbóreo de um fragmento de Floresta Ombrófila Mista Montana, localizado no município de Criúva, RS. Em oito parcelas de 10 x 100 m foram inventariados 673 indivíduos com DAP  5 cm, distribuídos em 37 espécies, pertencentes a 32 gêneros e 22 famílias. O valor do índice de diversidade de Shannon foi de 2,768. As famílias que apresentaram maior número de indivíduos amostrados são: Araucariaceae, Myrsinaceae, Euphorbiaceae, Anacardiaceae e Rutaceae. O dossel dessa floresta é dominado pela Araucaria angustifolia e o sub-bosque por espécies das famílias Lauraceae e Myrtaceae. A densidade total encontrada foi de 841,25 indivíduos/ha, com DAP médio de 24,01 cm e altura média de 9,34 m. As cinco espécies que tiveram os maiores valores de importância, em ordem decrescente, foram: Araucaria angustifolia, Sebastiania commersoniana, Lithraea brasiliensis, Zanthoxylum rhoifolium e Myrcia sp.. O fragmento apresenta uma considerável diversidade florística de espécies, apesar das perturbações sofridas no passado. Para que a vegetação atinja as características florísticas e estruturais próximas às da vegetação original é preciso evitar a presença de bovinos e eqüinos na área e explorações da floresta.

  20. APORTE E DECOMPOSIÇÃO DE SERAPILHEIRA EM ÁREAS DE FLORESTA SECUNDÁRIA, PLANTIO DE SABIÁ (Mimosa caesalpiniaefolia Benth. E ANDIROBA (Carapa guianensis Aubl. NA FLONA MÁRIO XAVIER, RJ

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rômulo Guimarães Giácomo

    2006-07-01

    Full Text Available Este trabalho teve como objetivo avaliar o aporte e a decomposição da serapilheira em áreas de floresta secundária espontânea, plantio de sabiá (Mimosa caesalpiniaefolia Benth. e plantio de andiroba (Carapa guianensis Aubl.. Para avaliação do aporte de serapilheira, foram instalados dez coletores cônicos sendo o aporte avaliado durante o período de outubro de 2003 a setembro de 2004. Posteirormente, foi feita a quantificação dos macronutrientes (N, P e K. A avaliação da taxa de decomposição foi realizada utilizando-se o método dos litter bags. A área de plantio de andiroba aportou a maior quantidade de serrapilheira 9,20 Mg ha-1, sendo seguida pelo plantio de sabiá com 9,06 Mg ha-1 e pela floresta secundária espontânea 7,63 Mg ha-1 por ano. A serapilheira das áreas de plantio de sabiá e do plantio de andiroba apresentou maiores valores de nitrogênio e fósforo que a área de floresta secundária. A velocidade de decomposição da serapilheira foi maior nas áreas de plantio de sabiá e andiroba, podendo tal comportamento ter sido influenciado pelo maior conteúdo de nitrogênio na serapilheira. O fósforo foi o nutriente que apresentou maior velocidade de liberação.

  1. Abelhas africanizadas Apis mellifera scutellata Lepeletier, 1836 (Hymenoptera: Apidae: Apinae exploram recursos na floresta amazônica? Do Africanized honeybees explore resources in the amazonian forest?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcio Luiz de Oliveira

    2005-09-01

    Full Text Available As abelhas africanas (Apis mellifera scutellata foram trazidas para o Brasil na década de 1950 e, por acidente, cruzaram-se com outras subespécies de abelhas melíferas européias introduzidas no século XIX. Isso proporcionou o surgimento de híbridos com características predominantes das abelhas africanas, tais como rusticidade e maior capacidade de enxamear, o que lhes permitiu uma rápida adaptação e expansão por quase todo continente americano. Até hoje existem controvérsias se essas abelhas, denominadas africanizadas, causam algum impacto sobre a fauna de abelhas nativas. Nas Américas, as africanizadas estão restritas a regiões de baixas altitudes e de invernos amenos; no Brasil, ocorrem principalmente em áreas urbanas e formações vegetacionais abertas ou adulteradas, sendo dificilmente vistas ou coletadas no interior de florestas densas como a amazônica. Diante dessa observação, diversas iscas foram disponibilizadas no interior de fragmentos de florestas e de florestas contínuas na Amazônia central, para testar se operárias de abelhas africanizadas seriam capazes de penetrar nos mesmos. Nenhuma operária foi vista visitando as iscas na floresta contínua ou mesmo nos fragmentos de floresta, ocorrendo visitas somente nas áreas desmatadas e capoeiras próximas. Esse resultado, além de indicar a inexistência de competição por recursos com as abelhas nativas no interior da floresta amazônica, também indica que uma apicultura em grande escala na região seria inviável, uma vez que a floresta não é sequer visitada por essas abelhas.The African honeybees (Apis mellifera scutellata were introduced accidentally to Brazil in 1956 where it subsequently interbred with other subspecies of European honeybee here introduced in the 19th century. This resulted in hybrids with predominantly African honeybee characteristics, such as higher capacity of swarming and survival in inhospitable conditions, allowing them to adapt

  2. Dinâmica do ecótono floresta-campo no sul do estado do Amazonas no Holoceno, através de estudos isotópicos e fitossociológicos Vegetation dynamics during the Holocene in a forest-savanna transition, Southern Amazon Basin, based on isotope and phytosociological studies

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elaine Vidotto

    2007-01-01

    Full Text Available Com o emprego dos isótopos do carbono (12C, 13C, 14C da matéria orgânica do solo (MOS e das plantas, é apresentado um estudo comparativo entre perfis orgânicos de solos formados em depressões de áreas cobertas por ecossistemas de campos e florestas ao sul do estado do Amazonas, visando o entendimento da dinâmica da paleovegetação. A dinâmica da vegetação atual na região foi avaliada utilizando-se estudos fitossociológicos e caracterizações botânica e isotópica (delta13C das espécies de plantas presentes em duas bordas floresta-campo. Teores de carbono orgânico total foram superiores nas camadas superficiais no campo, quando comparados com a floresta. Dados de delta13C associados à cronologia do 14C indicaram predomínio de plantas C3 no início do Holoceno em ambos os ecótonos. Entre aproximadamente 7.000-3.000 anos AP verificou-se a influência crescente de plantas C4, indicando regressão da floresta com possível presença de um clima mais seco. A partir de aproximadamente 3.000 anos AP os dados sugeriram expansão da floresta provavelmente relacionada ao retorno a um clima mais úmido. A presença de algumas espécies características da borda, como a Sclerolobium paniculatum e Himatanthus sucuuba, nos campos, sugere o atual avanço da floresta sobre os mesmos. Estas espécies estariam sendo as bioindicadoras desse avanço.This paper presents a comparative study between organic soil horizons formed in depressions located at the forest/savanna boundary in the Southern Amazon Basin. The influence of the paleovegetation dynamics, based on carbon isotope (12C, 13C and 14C data of soil organic matter (SOM and plants was evaluated, as well as the present vegetation dynamics, inferred from the modern vegetation structure, composition and phytosociology. The uppermost soil horizon in savanna showed higher total carbon content than in forest. 13C and 14C data from soil samples indicated a predominance of C3 plants in the early

  3. Soil water storage in an upland forest after selective logging in Central Amazonia Armazenamento de água no solo após extração seletiva de madeira em floresta de terra firme na Amazônia Central

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    S. J. F. Ferreira

    2004-02-01

    Full Text Available Soil water storage of Central Amazonian soil profiles in upland forest plots subjected to selective logging (in average, 8 trees or 34, 3 m³ of timber per hectare were removed was measured in four layers, down to a depth of 70 cm. The study lasted 27-months and was divided in two phases: measurements were carried out nearly every week during the first 15 months; in the following year, five intensive periods of measurements were performed. Five damage levels were compared: (a control (undisturbed forest plot; (b centre of the clearing/gap; (c edge of the gap; (d edge of the remaining forest; and (e remaining forest. The lowest values for water storage were found in the control (296 ± 19.1 mm, while the highest were observed (333 ± 25.8 mm in the centre of the gap, during the dry period. In the older gaps (7.5-8.5 year old, soil water storage was similar to the remaining and the control forest, indicating a recovery of hydric soil properties to nearly the levels prior to selective logging.Foi medido o armazenamento de água em perfis de solo de 0-70 cm, divididos em quatro camadas em parcelas de floresta de terra firme na Amazônia Central, submetidas à extração seletiva de madeira, tendo sido retiradas, em média, 8 árvores por hectare ou 34 m³ de madeira. O estudo foi realizado num período de 27 meses em duas fases: na primeira, as medidas foram, na sua maioria, semanais, num período de 15 meses. Na segunda, as medidas foram feitas em cinco períodos intensivos. Foram comparados cinco tratamentos: (a controle (floresta intacta, (b centro da clareira, (c borda da clareira, (d borda da floresta remanescente e (e floresta remanescente. Os valores mais baixos de armazenamento de água no solo (296 ± 19,1 mm foram encontrados no controle, enquanto os mais altos foram medidos no centro da clareira (333 ± 25,8 mm, no período seco. Nas clareiras mais antigas (7,5-8,5 anos de idade, os armazenamentos de água no solo foram similares aos da

  4. Urihi A: A Terra-Floresta Yanomami

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    James R. Welch

    2010-08-01

    Full Text Available Review of Urihi A: A Terra-Floresta Yanomami. Bruce Albert and William Milliken with Gale Goodwin Gomez. São Paulo: Instituto Socioambiental, 2009. 207 pp., illustrations, tables, bibliography, appendices, index. Paperback ISBN: 978‐85 85994‐72‐3.

  5. Intenção comportamental de agricultores do Oeste de Santa Catarina para a conservação de florestas nativas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elaine Zuchiwschi

    2015-03-01

    Full Text Available ResumoConciliar a conservação de florestas nativas e a produção agropecuária em estabelecimentos rurais é uma tarefa complexa que demanda abordagens sistêmicas e multidisciplinares que incluam, além de aspectos biológicos dos recursos, outros de natureza socioeconômica, cultural e mesmo psicológica. Para identificar e comparar a intenção comportamental de agricultores da região Oeste de Santa Catarina para a conservação e manejo de florestas nativas em seus imóveis rurais, foi utilizada neste trabalho a Teoria do Comportamento Planejado. Verificou-se que a Intenção Comportamental de agricultores de diferentes sistemas de produção e de agricultores com e sem dependência por recursos florestais nativos para compor a renda, diferem. Diferenças entre grupos de agricultores em relação aos resultados da Atitude e do Controle Comportamental Percebido estavam associadas de forma coerente com aspectos socioeconômicos e ambientais. Os resultados das Normas Subjetivas indicam que a família é a principal referência dos agricultores, exercendo pressão positiva para a conservação florestal.

  6. Aporte e decomposição de serapilheira em áreas de floresta secundária, plantio de sabiá (Mimosa caesalpiniaefolia Benth. e andiroba (Carapa guianensis Aubl. na Flona Mário Xavier, RJ.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Milton Marques Fernandes

    2010-08-01

    Full Text Available Este trabalho teve como objetivo avaliar o aporte e a decomposição da serapilheira em áreas de floresta secundária espontânea, plantio de sabiá (Mimosa caesalpiniaefolia Benth. e plantio de andiroba (Carapa guianensis Aubl.. Para avaliação do aporte de serapilheira, foram instalados dez coletores cônicos sendo o aporte avaliado durante o período de outubro de 2003 a setembro de 2004. Posteirormente, foi feita a quantificação dos macronutrientes (N, P e K. A avaliação da taxa de decomposição foi realizada utilizando-se o método dos litter bags. A área de plantio de andiroba aportou a maior quantidade de serrapilheira 9,20 Mg ha-1, sendo seguida pelo plantio de sabiá com 9,06 Mg ha-1 e pela floresta secundária espontânea 7,63 Mg ha-1 por ano. A serapilheira das áreas de plantio de sabiá e do plantio de andiroba apresentou maiores valores de nitrogênio e fósforo que a área de floresta secundária. A velocidade de decomposição da serapilheira foi maior nas áreas de plantio de sabiá e andiroba, podendo tal comportamento ter sido influenciado pelo maior conteúdo de nitrogênio na serapilheira. O fósforo foi o nutriente que apresentou maior velocidade de liberação.

  7. Adaptação das plantas ao fogo: enfoque na transição floresta - campo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Heringer Ingrid

    2001-01-01

    Full Text Available A presença de campos entremeados pela floresta de araucária, na região do planalto meridional sul brasileiro, surpreende os estudiosos, pois a vigorar o clima atual, de maiores precipitações, a tendência seria o desenvolvimento de vegetação florestal. Os distúrbios, sobretudo a interação fogo-pastejo, e as baixas temperaturas da região, são os grandes responsáveis pelos limites e expansão da floresta latifoliada, e predomínio daquele tipo de vegetação. A vegetação campestre e arbórea submetida por longo período a fogos recorrentes desenvolveu uma série de estratégias no sentido de tolerar, evitar ou responder ao fogo. A resposta individual das plantas ao fogo envolve alterações morfológicas e fisiológicas, enquanto, na comunidade, observam-se mudanças na dinâmica da associação entre espécies. Na vegetação campestre, as gramíneas são o componente da comunidade mais tolerante ao fogo, devido ao contínuo crescimento dos meristemas intercalares e de novos afilhos que crescem protegidos no solo ou na bainha de folhas velhas. O fogo estimula o florescimento em plantas cuja forma de crescimento evita grande perda de material na queima. Também promove a liberação de sementes através do choque térmico ou de substâncias liberadas na fumaça. Na comunidade, os efeitos do fogo sobre as plantas são sentidos em relação ao modo de sobrevivência, natureza e localização dos tecidos regenerados. O comportamento das plantas em relação à queima pode ser como dependentes (estímulo à reprodução, resistentes (estímulo ao rebrote, ou plantas que evitam o fogo (ciclo anual. Portanto, o fogo tem complexos efeitos sobre a estrutura da vegetação, sendo que espécies vegetais sensíveis e tolerantes à queima tem diferentes sítios de preferência no ambiente.

  8. MODELAGEM DA ESTRUTURA DE FLORESTAS CLONAIS DE Populus deltoides Marsh. ATRAVÉS DE DISTRIBUIÇÕES DIAMÉTRICAS PROBABILÍSTICAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Julio Eduardo Arce

    2004-04-01

    Full Text Available No presente estudo, foram avaliadas, entre os anos 1987 e 1995 (idades 1 a 9, as distribuições diamétricas de seis florestas clonais de Populus deltoides Marsh. plantadas em 1986. As funções probabilísticas normal, gama, beta, SB de Johnson e Weibull com dois e três parâmetros foram ajustadas aos dados observados utilizando na estimativa dos parâmetros, segundo o caso, o Método dos Momentos, o Método da Máxima Verossimilhança, a metodologia proposta por Loetsch et al. (1973 e a média aritmética e o desvio-padrão dos diâmetros. A qualidade dos ajustes das distribuições probabilísticas foi avaliada considerando os desvios relativos entre as somas observada e estimada dos diâmetros elevados à primeira, segunda, terceira e quarta potências. Para todas as funções analisadas, os desvios se incrementaram com o aumento da potência, sendo a função Weibull com dois parâmetros (a = 0 a que apresentou os menores valores em todos os anos ao considerar a quarta potência. Os valores dos desvios relativos entre as somas observada e estimada dos diâmetros elevados à quarta potência não superaram o valor de 0,005 (0,5% para a função Weibull com dois parâmetros, com exceção do primeiro ano, no qual todas as funções apresentaram valores de desvios mais elevados (entre 11 e 13%. Os parâmetros escala (b e forma (c da função Weibull com dois parâmetros foram estimados pelas equações ajustadas por regressão linear múltipla utilizando o diâmetro quadrático médio do povoamento como variável independente.

  9. Efeito dos tratos silviculturais na produtividade e na qualidade da madeira em plantações de Eucalyptus spp

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Genilson Cordeiro de Sousa

    2010-09-01

    Full Text Available O presente trabalho descreve os tratamentos culturais que podem ser realizados em plantações de eucalipto, com o intuito de melhorar a produtividade e qualidade da madeira produzida. A escolha do espaçamento inicial de plantio depende do destino final da madeira a ser produzida. O controle de plantas invasoras pode ser de forma manual, mecânica ou química nas linhas e/ou entrelinhas de plantio, este é de suma importância principalmente no estabelecimento da floresta, no qual essas plantas invasoras iram competir pelos recursos do meio com as mudas recém plantadas, retardando o crescimento da floresta. A fertilização pode alterar a estrutura anatômica e a densidade da madeira. A desrama pode melhorar a qualidade da madeira tornando-a isenta de nós. O desbaste é empregado para ampliar o espaço vital, e obter, dessa forma, um maior crescimento em diâmetro das árvores remanescentes.

  10. Estrutura e armazenamento de água em um Argissolo sob pastagem cultivada, floresta nativa e povoamento de eucalipto no Rio Grande do Sul

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luis Eduardo Akiyoshi Sanches Suzuki

    2014-02-01

    Full Text Available Práticas pouco adequadas de manejo têm ocasionado a compactação e a degradação da estrutura do solo. Identificar atributos que melhor representem essas alterações são relevantes na recuperação e na indicação de práticas para evitar danos na estrutura do solo. Objetivou-se avaliar o impacto de diferentes usos em atributos estruturais e hídricos de um Argissolo Vermelho. O estudo foi realizado no município de Butiá, na região fisiográfica da Serra do Sudeste do Estado do Rio Grande do Sul, em um Argissolo Vermelho distrófico. As áreas analisadas corresponderam a: floresta antropizada constituída por espécies arbóreas e arbustivas (Floresta; pastagem com cinco anos de idade, com braquiária brizanta (Brachiaria brizantha consorciada com pensacola (Paspalum lourai e trevo (Trifolium sp. (Pastagem; povoamento de Eucalyptus saligna com 20 anos de idade (Eucalipto 20; e plantio clonal de Eucalyptus saligna conduzido em segunda rotação, com 4,5 anos de idade (Eucalipto 4,5. Avaliaram-se nessas áreas a textura, a condutividade hidráulica, a porosidade, a densidade, o diâmetro médio ponderado de agregados (DMP, a curva de retenção de água, a distribuição do tamanho de poros e o parâmetro S, obtendo-se as seguintes conclusões: até a camada de 0,10 m na Pastagem, e 0,40 m no Eucalipto 4,5, os agregados foram formados pela ação da textura e matéria orgânica e pelo efeito compressivo, decorrente do pisoteio dos bovinos e da colheita do eucalipto. Conforme a profundidade aumentou, ocorreu redução do DMP de agregados, em razão da diminuição da matéria orgânica, e aumento do cascalho, especialmente para as áreas de Pastagem e Eucalipto 4,5, e ao menor efeito da compressão do solo. A textura e a matéria orgânica evidenciaram influência na agregação do solo e, mesmo em pequena proporção, o cascalho reduziu o DMP de agregados, pois sua baixa reatividade e seu maior diâmetro dificultaram a formação de

  11. Efeitos da exploração madeireira de baixo impacto sobre uma comunidade de aves de sub-bosque na Floresta Nacional do Tapajós, Pará, Brasil Effects of low impact selective logging on an understory bird community in the Tapajós National Forest, Pará, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiza Magalli Pinto Henriques

    2008-01-01

    Full Text Available Este estudo compara a resposta de uma comunidade aves à exploração madeireira de baixo impacto através da distribuição das espécies em floresta controle e manejada ao longo de cinco anos com amostragem pré e pós-exploração. O procedimento de ordenação mostrou que a similaridade da comunidade de aves após a exploração madeireira foi menor que a similaridade entre as amostras do período de pré-exploração. Além disso, a ordem das abundâncias das 43 espécies mais comuns foi alterada entre o período anterior à exploração e 3 a 4 anos após a exploração na floresta manejada. A exploração afetou as taxas de captura de 20 espécies, diretamente ou através de uma interação com o tempo. Os insetívoros terrícolas e os insetívoros que seguem bandos mistos foram as guildas mais afetadas pela exploração madeireira. Ambas as guildas mostraram declínio, correlacionado com o tempo, em suas abundâncias em floresta manejada. Insetívoros seguidores de formigas e insetívoros arborícolas não apresentaram diferenças entre a floresta manejada e controle, apesar de algumas espécies dessas guildas terem apresentado efeitos relacionados ao manejo florestal, diretamente ou através de uma interação entre o tempo e o manejo. Frugívoros também não apresentaram efeitos significativos relacionados ao manejo florestal. Nectarívoros aumentaram tanto na floresta explorada como na floresta controle. Efeitos temporais de aumento ou declínio observados em guildas e em 12 espécies ocorreram tanto na floresta controle como na floresta explorada. Este resultado sugere que mudanças temporais na área explorada podem estar relacionadas à sucessão enquanto que mudanças temporais na floresta controle podem estar relacionados à exploração com intensidade de 40m³/ha de parcelas adjacentes.This study compares the avian response to low impact selective logging by comparing bird species distribution in control and cut forest during

  12. Riqueza de espécies, estrutura e composição florística de uma floresta secundária de 40 anos no leste da Amazônia Species richness, structure, and floristic composition of a 40 years old secondary forest in Eastern Amazon

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sâmyrams Carim

    2007-06-01

    Full Text Available A perda de florestas naturais devido a pressões antrópicas levou as florestas secundárias a ocupar uma grande proporção de áreas no leste da Amazônia. Com o objetivo de conhecer as características de uma comunidade arbórea e a estrutura populacional das espécies mais representativas, foram investigadas a riqueza de espécies, a estrutura e a composição florística de uma floresta secundária de 40 anos no município de Bragança (01°11'S e 46°40'W, Estado do Pará, Brasil. A amostragem contou com todos os indivíduos de espécies arbóreas (exceto Arecaceae com DAP > 5 cm em 150 quadrados de 10×10 m. Foram registrados 2.934 indivíduos em 154 espécies, 101 gêneros e 40 famílias. A densidade foi de 1.956,00 ± 643,45 ind ha-1 e a área basal de 17,358 ± 7,952 m² ha-1 com um índice de diversidade de Shannon de 4,030 nats. ind.-1. As espécies com a maior abundância de indivíduos foram Myrcia bracteata, Casearia arborea e Maprounea guianensis. As com maior área basal foram Tapirira guianensis, Croton matourensis e Maprounea guianensis. A riqueza de espécies adaptou-se ao modelo de distribuição lognormal apenas para área basal e não para número de indivíduos. Em 40 anos de sucessão, esta floresta mostra uma grande diversidade de espécies e baixa área basal.The loss of natural forests due to the anthropic pressure carried the secondary forests to occupy great proportions of areas in East of Amazon. With the aim to known the characteristics of a arboreal community and the population structure of the most representative species, it were investigated species richness, structure, and floristic composition of a 40 years old secondary forest in the municipality of Bragança (01°11'S and 46°40'W, Pará State, Brazil. It was sampled all individuals of arboreal species (except Arecaceae with DBH > 5 cm in 150 plots of 10×10 m. It was registered 2,934 individuals in 154 species, 101 genera and 40 families. The density was 1

  13. Diversidade arbórea das florestas alto montanas no Sul da Chapada Diamantina, Bahia, Brasil Tree diversity of high montane forests in Southern Chapada Diamantina, Bahia, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisco Haroldo Feitosa do Nascimento

    2010-09-01

    Full Text Available A região do extremo Sul da Chapada Diamantina abriga as maiores altitudes do Nordeste brasileiro. Situam-se nessas serras as maiores elevações da região Nordeste, entre elas, o Pico do Barbado (2.033 m.s.n.m.. Dois dos rios mais importantes da Bahia nascem nestas serras: o Rio de Contas e o Rio Paramirim. A região é bem conhecida botanicamente, porém, este foi o primeiro inventário quantitativo realizado enfocando as formações florestais. Comparou-se a composição florística de 12 fragmentos de floresta montana, entre 1.350 e 1.750 m.s.n.m., tendo sido amostrados os indivíduos com PAP> 8 cm. Registrou-se a presença de 116 espécies em 84 gêneros de 48 famílias. As famílias com maior número de espécies foram Myrtaceae (N=20 e Lauraceae (N=10. Os gêneros com maior número de espécies foram Ocotea (N=7, Myrcia (N=5, Eugenia (N=4 e Miconia (N=4. A maioria das espécies apresentou padrão de distribuição amplo, mas foram encontradas espécies comuns a formações florestais de altitude do Sudeste e Sul do Brasil, como Drimys brasiliensis Miers (Winteraceae e Weinmannia paulliniifolia Pohl (Cunnoniacae. A flora dos fragmentos estudados compartilha baixo número de espécies com as formações estacionais deciduais do entorno da Chapada Diamantina, indicando que estas florestas são únicas e merecem atenção especial, para sua conservação.The southernmost region of Chapada Diamantina, nearest to Rio de Contas harbours the highest peaks of the Brazilian northeastern region, including Pico do Barbado (2,033 m.a.s.l. and the source of the two important rivers in Bahia state (Rio de Contas and Rio Paramirim. The region is well known botanically. This was the first quantitative study to survey the floristic composition of 12 fragments of montane forests (1,350 m.a.s.l. to 1750 m.a.s.l. including trees > 8 cbh. A total of 117 species, 84 genera and 48 families were found. The richest families were Myrtaceae (N=20 and Lauraceae (N

  14. Produção de serrapilheira no Cerrado e Floresta de Transição Amazônia-Cerrado do Centro-Oeste Brasileiro

    OpenAIRE

    Silva,Carlos José da; Sanches,Luciana; Bleich,Monica Elisa; Lobo,Francisco de Almeida; Nogueira,José de Souza

    2007-01-01

    O presente trabalho teve como objetivo verificar a variação da produção de serrapilheira de diferentes biomas: Cerrado (com as fitofisionomias Cerrado sensu stricto e Cerradão) e Floresta de Transição Amazônia-Cerrado, em clima tropical. Para a determinação da produção de serrapilheira foram utilizados coletores de tela em náilon. Dados micrometereológicos foram coletados nas áreas de estudo. A produção de serrapilheira nos dois biomas mostrou acentuada sazonalidade, com as maiores produções ...

  15. Multiple use forest management: an alternative to the extinction of the Araucaria Forest? Manejo florestal de uso múltiplo: uma alternativa contra a extinção com Floresta com Araucária?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Augusta Doetzer Rosot

    2010-06-01

    Full Text Available This paper advocates the adoption of forest management methods that are consistent with the
    principles of sustainable development and respectful of multiple forest use as a means to efficiently revert the
    fragmentation process of the Mixed Ombrophylous Forest (FOM or Araucaria Forest. The problems related to this endangered forest type are discussed within the context of progressive land use changes observed in its
    region of natural occurrence. Some concepts of forest management are presented, as well as the new approaches related to the paradigm of sustainability and the focus on other benefits provided by the forest, besides wood products solely. It is also discussed the present trend observed in society, which favors preservation policies, and the obstacles for adopting forest management practices in the FOM. The reasons for the inexpressive role played by the forest component in the incomes of small and medium landowners are analyzed and the rural poverty is considered a determinant factor. The management of the Araucaria Forest based on regulation methods
    is proposed as a means of enhancing forest conditions in what concerns its structure, species composition and
    reproductive capabilities, besides achieving sustainable yields of timber and non-timber products. The main
    characteristics of the use of the selection method are described.O artigo defende a adoção do manejo florestal de uso múltiplo como forma eficaz de reverter a
    tendência de fragmentação e degradação da Floresta Ombrófila Mista (FOM ou Floresta de Araucária, considerada em perigo de extinção pela gradual conversão de uso do solo na sua região de ocorrência natural. Apresenta-se a evolução do conceito de manejo florestal com as mudanças de paradigma observadas na sociedade, como a sustentabilidade e o enfoque sobre múltiplos bens e serviços produzidos pela floresta, além dos madeireiros. São discutidas as tendências da

  16. Análise florística e estrutural de um fragmento de Floresta Ombrófila Mista Montana, situado em Criúva, RS - Brasil.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rubens Marques Rondon Neto

    2010-08-01

    Full Text Available O presente trabalho teve como objetivo conhecer e analisar a composição florística e descrever a estrutura do componente arbóreo de um fragmento de Floresta Ombrófila Mista Montana, localizado no município de Criúva, RS. Em oito parcelas de 10 x 100 m foram inventariados 673 indivíduos com DAP  5 cm, distribuídos em 37 espécies, pertencentes a 32 gêneros e 22 famílias. O valor do índice de diversidade de Shannon foi de 2,768. As famílias que apresentaram maior número de indivíduos amostrados são: Araucariaceae, Myrsinaceae, Euphorbiaceae, Anacardiaceae e Rutaceae. O dossel dessa floresta é dominado pela Araucaria angustifolia e o sub-bosque por espécies das famílias Lauraceae e Myrtaceae. A densidade total encontrada foi de 841,25 indivíduos/ha, com DAP médio de 24,01 cm e altura média de 9,34 m. As cinco espécies que tiveram os maiores valores de importância, em ordem decrescente, foram: Araucaria angustifolia, Sebastiania commersoniana, Lithraea brasiliensis, Zanthoxylum rhoifolium e Myrcia sp.. O fragmento apresenta uma considerável diversidade florística de espécies, apesar das perturbações sofridas no passado. Para que a vegetação atinja as características florísticas e estruturais próximas às da vegetação original é preciso evitar a presença de bovinos e eqüinos na área e explorações da floresta.

  17. Análise florística e estrutura fitossociológica de um fragmento de Floresta Ombrófila Mista no município de Sertão - RSFloristic analysis and phytosociological structure of a Mixed Ombrophylous Forest

    OpenAIRE

    Piroli, Edson Luis; Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP; Nascimento, André Rosalvo Terra; Universidade Federal de Uberlândia - UFU

    2009-01-01

    Neste trabalho foram estudadas a composição florística e estrutura fitossociológica de um fragmento de Floresta Ombrófila Mista no município de Sertão, RS, com área aproximada de 700 ha. A análise estrutural destaca Araucaria angustifolia (Bertol.) Kuntze, como espécie dominante, principalmente na periferia do fragmento apresentando um número relativamente menor de indivíduos no interior da floresta. Abstract This paper appraises the study of the floristic composition and phytosociological st...

  18. EFEITO DE DIFERENTES MÉTODOS DE CORTE DE CIPÓS NA PRODUÇÃO DE MADEIRA EM TORA NA FLORESTA NACIONAL DO TAPAJÓS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ildeu Soares Martins

    2004-01-01

    Full Text Available Este estudo foi realizado na Floresta Nacional do Tapajós, Pará, e avaliou o efeito de quatro diferentes métodos de corte de cipós na condução do manejo florestal, visando à produção de madeira em toras. Cada método abrangeu uma área de 96 ha e a metodologia consistiu em cortar os cipós em torno de todas as árvores comerciais e potencialmente comerciais (Método M1, apenas na área de ocorrência de árvores comerciais e potencialmente comerciais (Método M2, em torno de todas as árvores comerciais e potencialmente comerciais e na direção de queda (Método M3 e apenas em torno das árvores comerciais destinadas à primeira colheita (Método M4. Foram avaliados: área afetada com a derrubada da árvore selecionada; grau de danos nos indivíduos remanescentes; quantidade de indivíduos perdidos por árvore derrubada; redução de área basal da floresta por causa de árvores destruídas com a derrubada da árvore selecionada; e o custo para se efetuar o corte de cipós de acordo com cada método. Com exceção dos custos, em todas as outras variáveis analisadas os métodos utilizados não diferiram estatisticamente. O método M4, com o menor custo e valores absolutos razoáveis nas outras variáveis, pode ser considerado o melhor deste estudo, além de a população de cipós ser melhor preservada em relação aos demais métodos de corte analisados, mantendo, assim, sua importante função ecológica na floresta.

  19. Floresta de símbolos: bicho e poesia para crianças e adultos inteligentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Augusto Rodrigues da Silva Junior

    2010-01-01

    Full Text Available This work utilizes aesthetic productions on the framework of Brazilian children's and youth literature and animal representation in the book. The framework is the poetic creation of Manuel Bandeira for a comparison between the works Arca de Noé, by Vinícius de Moraes, and Rimas da floresta, by José Santos. The main point for comparison is the image of the animal and the way of representing it within contemporary poetry. However, expressing different trends and multiple images, these books contain features in common that resemble them, such as fun and diversion, humor, imagination, realism, eco literature aspects, popular culture and colloquial language.

  20. Similaridade florística das florestas superomontanas no domínio Atlântico, Brasil

    OpenAIRE

    Amanda Koche Marcon; Ana Carolina da Silva; Pedro Higuchi; Francieli de Fátima Missio; Tiago de Souza Ferreira; Bruna Salami; Angelica Dalla Rosa; Marco Antonio Bento; Fernando Buzzi Júnior

    2014-01-01

    Este estudo teve como objetivos avaliar a similaridade florística do componente arbóreo de 39 remanescentes de florestas superomontanas no domínio atlântico, Brasil, e analisar a influência de variáveis geográficas e climáticas sobre os padrões observados. Foi utilizada uma matriz binária de presença e ausência das espécies arbóreas compiladas dos 39 levantamentos florísticos e fitossociológicos. Para conhecer a relação da composição florística das áreas com variáveis ambientais e espaciais, ...

  1. Fluxos de calor no dossel vegetativo e infiltração de água no solo, em floresta tropical Heat fluxes in the vegetative canopy and water infiltration in tropical forest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa de A. Dantas

    2011-12-01

    Full Text Available Este estudo analisou as variações sazonais e anuais dos fluxos de calor sensível e latente, armazenados pelo dossel vegetativo de floresta tropical úmida, bem como a taxa de infiltração de água no solo em duas parcelas experimentais, uma com exclusáo de chuva e outra submetida às condições reais de precipitação pluvial. Os dados aqui usados foram obtidos do projeto ''Estudo da Seca da Floresta (ESECAFLOR, subprojeto do Experimento de Grande Escala da Biosfera-Atmosfera na Amazônia (LBA, conduzido na reserva florestal de terra firme em Caxiuaná, PA. Os dados de temperatura e umidade relativa do ar foram coletados no perfil da floresta amazônica, em intervalos de 8 m, deSd e a superfície até 32 m, durante o ano de 2008, em intervalos horários, para se determinar os fluxos de calor sensível e latente armazenados nos período chuvoso (fevereiro, março e abril e menos chuvoso (setembro, outubro e novembro. Os resultados indicaram que o fluxo de calor sensível armazenado no dossel da floresta no ano de 2008, foi 167,93 W m-2 e o fluxo de calor latente armazenado foi de 5184,38 W m-2. A taxa de infiltração de água do solo na floresta foi reduzida drasticamente nos primeiros minutos do início do experimento, independentemente das condições de umidade do solo e, em seguida, ela apresentou comportamento quase constante ao longo do tempo.This study assessed the seasonal and annual variations in both sensible and latent heat storage fluxes in the canopy air-space of tropical rainforest, as well as the infiltration rate in soil in two experimental plots one with exclusion of rainfall and other under actual rainfall. The data used in this study were obtained during the ''Long-term drought impact on water and carbon dioxide fluxes in Amazonian Tropical Rainforest Experiment'' (ESECAFLOR which is subproject of Large Scale Biosphere Atmosphere Experiment in Amazon forest (LBA, carried out in Caxiuaná National Forest, Pará, Brazil

  2. Avaliação econômica e produtiva dos sistemas integrados de lavoura-pecuária-floresta

    OpenAIRE

    Barbosa, Fabiano Alvim; Costa, Patrícia Monteiro; Andrade, Venício José de; Maia Filho, Geraldo Helber Batista; Maciel, Isabella Cristina de Faria; Lopes, Saulo Queiroga

    2015-01-01

    Com o crescimento da população mundial existe uma maior demanda por alimentos. A necessidade de investimentos em tecnologia em busca de maior produtividade sem efeito negativo sobre o meio ambiente é inquestionável. Sistemas integrados como a integração lavoura pecuária e integração lavoura pecuária floresta são sistemas conservacionistas e sustentáveis que ganham destaque no cenário nacional uma vez que reduzem o risco financeiro e produtivo no setor agropecuário sem causar danos a natureza....

  3. Uso do modelo qual2e no estudo da qualidade da água e da capacidade de autodepuração do Rio Araguari-AP (Amazônia)

    OpenAIRE

    BÁRBARA, Viníciu Fagundes

    2006-01-01

    A presente investigação apresenta uma caracterização hidráulica e da qualidade da água do médio curso do Rio Araguari (AP), em uma extensão de aproximadamente 120 km. O Rio Araguari, principal corpo hídrico do Estado do Amapá, está situado dentro dos domínios da Amazônia (a maior floresta tropical do planeta), em uma região com grande potencial hidrelétrico. No trecho em estudo, encontra-se implantada a Usina Hidrelétrica de Coaracy Nunes (UHECN), a primeira barragem edificada ...

  4. Prevalência de asma em escolares de Alta Floresta - município ao sudeste da Amazônia brasileira Prevalence of asthma in schoolchildren in a municipality in the southeast of the Brazilian Amazon

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Regina de Col de Farias

    2010-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a prevalência e os sintomas relacionados à asma em escolares e adolescentes residentes em Alta Floresta, Mato Grosso. MÉTODO: Estudo transversal de base populacional da prevalência de asma em escolares de 6 e 7 anos de idade e adolescentes de 13 e 14 anos do município de Alta Floresta, MT, no ano de 2007. Foi utilizado o método padronizado do Study of Asthma and Allergies in Childhood - ISAAC, fase I, considerando como asmáticos aqueles estudantes que responderam afirmativamente à questão 2 - "presença de sibilos nos últimos 12 meses". RESULTADOS: Participaram da pesquisa 2.071 estudantes, dos quais 1.072 eram escolares (51,7% e 999 adolescentes (48,3%. A prevalência de asma entre os escolares foi de 21,4%, enquanto entre os adolescentes foi 12,4% (χ2 = 29,29; ρ = 0,00. Os escolares apresentaram maior prevalência dos seguintes sintomas: sibilos alguma vez na vida (49,9%, sibilos nos últimos 12 meses (21,4%, de 1 a 3 crises de sibilos (16,4% e tosse seca noturna (38,2%. Para diagnóstico médico de asma não houve diferença entre os dois grupos, situando-se em torno de 6,0%. Os escolares do gênero masculino apresentaram maior prevalência de asma, asma diagnosticada por médico e freqüência de sibilos maior ou igual a 4 vezes nos últimos 12 meses (ρ OBJECTIVE: To analyze the prevalence and symptoms of asthma in students of the Brazilian Amazon municipality of Alta Floresta-MT. METHODS: Cross-sectional study on the prevalence of asthma in 6 and 7 year-old children and 13 to 14 year-old adolescents, using the Study of Asthma and Allergies in Childhood - ISAAC method, phase I in 2007. Students who answered affirmatively question 2 - "presence of wheezing in the past 12 months" were considered asthmatic. RESULTS: Of the total 2,071 students, 1,072 (51.7% were children and 999 (48.3% were teenagers. The prevalence of asthma was 21.4% among schoolchildren, and 12.4% among adolescents (χ2 = 29.29; ρ = 0

  5. Estimativa da radiação de onda longa atmosférica em áreas de floresta e de pastagem no sudoeste da Amazônia Estimate of the atmospheric long wave radiation in forest and pasture area in south west amazon

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leonardo José Gonçalves Aguiar

    2011-06-01

    Full Text Available A radiação de onda longa proveniente da atmosfera (Lin é a componente do balanço de radiação mais difícil de ser medida. Na Amazônia praticamente não existem medidas regulares dessa componente, mesmo sendo uma importante variável no cálculo do balanço de radiação à superfície e muito usada para alimentar modelos climáticos. Tendo em vista a necessidade desses dados, o objetivo do presente trabalho é avaliar o desempenho de sete equações na estimativa da Lin para dias de céu claro em áreas de floresta (Reserva Biológica do Jaru, 10º4'48''S; 61º55'48''W e de pastagem (Fazenda Nossa Senhora, 10º45'S; 62º21'W no sudoeste da Amazônia. Medidas de radiação de onda longa atmosférica realizadas no período de junho de 2005 a maio de 2006 foram comparadas com as estimativas. As equações testadas tiveram desempenho satisfatório apenas durante a estação seca. As condições de alta nebulosidade, dominantes na estação chuvosa, restringiram a quantidade de dados utilizados na avaliação das equações. As equações que utilizam informações de temperatura do ar e pressão de vapor d'água para a estimativa da Lin tiveram melhor desempenho em relação às que utilizam apenas a temperatura do ar. As equações de Brutsaert (1975, Idso (1981 e Prata (1996 foram as que apresentaram melhor desempenho, apresentando os maiores índices de concordância, e sendo, portanto, as equações mais indicadas para a estimativa da radiação de onda longa atmosférica no sudoeste da Amazônia.Atmospheric long wave radiation (Lin is the most difficult component of the radiation budget to be measured. In Amazonia there are very few regular measurements of this component, even though it is an important variable in the calculation of the surface radiation balance and frequently used in climate models. Given the need for such data, the objective of this study is to evaluate the performance of seven equations used for the estimation of Lin

  6. CRESCIMENTO DE ESPÉCIES NATIVAS DE UMA FLORESTA ESTACIONAL DECIDUAL/OMBRÓFILA MISTA DO RIO GRANDE DO SUL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Peter Spathelf

    2001-05-01

    Full Text Available Com uma abordagem retrospectiva, foi estudado o crescimento da caúna-da-serra (Ilex brevicuspis Reissek., cocão (Erythroxilum deciduum, tarumã-de-espinho (Cytharexylum montevidense Sprenger e capororoca (Rapanea ferruginea (Ruiz & Pavon Mez, nativas da Floresta Estacional Decidual/Floresta Ombrófila Mista de Santa Maria - RS. Foi feita a análise de tronco e a medição de anéis anuais de cada espécie estudada. Com esses dados foi avaliada a tendência de crescimento em volume comercial, o incremento do volume comercial em porcentagem e o fator de forma comercial em função do diâmetro à altura de 1,3 m (DAP. Para o ajuste dos dados obtidos, foram testados cinco modelos diferentes. Revelou-se que, com todas espécies, um polinômio de segundo grau mostrou o melhor ajuste no caso do volume comercial e do fator de forma comercial. O incremento em volume comercial anual percentual foi melhor ajustado por um modelo exponencial, também para cada espécie analisada. Observou-se uma acumulação significativamente diferente do volume sobre o diâmetro das espécies. O tarumã e o cocão mostram uma acumulação rápida em volume, enquanto que a caúna e a capororoca crescem menos rapidamente. Isso é correlacionado com os fatores de forma, nos troncos mais cilíndricos, no caso do tarumã e do cocão. O incremento em volume comercial anual percentual varia entre a faixa de mais de 100% no início do processo de crescimento e abaixo de 10% no final do crescimento estudado.

  7. UM OLHAR SOBRE O PROCESSO DE TRANSFORMAÇÃO DA PAISAGEM NA BACIA DO RIO SANTA ROSA (NW DO RS), DE 1915 ATÉ OS DIAS ATUAIS

    OpenAIRE

    Adriana Fátima Canova Motter

    2011-01-01

    Esta pesquisa teve por objetivo analisar a transformação da paisagem no que se refere ao manejo com a floresta, ao uso do solo e dos recursos hídricos na bacia hidrográfica do rio Santa Rosa (NW do RS), a partir de 1915; quando do início da colonização e ocupação do espaço por imigrantes europeus e seus descendentes. Partiu-se da hipótese de que a ideia de progresso, para os imigrantes, esteve associada à abertura de áreas agrícolas nas regiões de florestas nativas. A partir disso...

  8. Classificação e caracterização de estágios sucessionais em remanescentes de Floresta Ombrófila Mista na Flona de São Francisco de Paula, RS, Brasil.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Solon Jonas Longhi

    2010-08-01

    Full Text Available O presente trabalho integra o conjunto de estudos e pesquisas previstas no Projeto Ecológico de Longa Duração - PELD/CNPq, instalado FLONA de São Francisco de Paula, RS. Teve como objetivo identificar e caracterizar os diferentes estágios sucessionais de remanescentes de Floresta Ombrófila Mista. O trabalho foi realizado em dez conglomerados permanentes de 100m x 100m (10.000m2, os quais foram divididos em dez faixas de 10m x 100m (1.000m2 e estas subdivididas em dez subunidades de 10m x 10m (100m2. Para a presente pesquisa, foi sorteada uma faixa de 10m x 100m para cada conglomerado, totalizando cem subunidades amostrais (parcelas onde foram instaladas, na altura do DAP, bandas (cintas dendrométricas em todas as árvores com CAP > 30cm, para medição anual dos diâmetros. A análise de agrupamento foi realizada por meio do programa Twinspan, utilizando uma matriz de dados com 99 parcelas (uma foi desconsiderada por não apresentar indivíduos com CAP > 30cm tendo como variável o incremento anual em diâmetro (obtido de 2 anos de observação de 69 espécies. Obtiveram-se três grupos florísticos que indicaram estágios sucessionais na floresta: um grupo separou um estágio sucessional menos evoluído denominado de mata secundária, tendo Nectandra megapotamica e Cryptocarya aschersoniana como espécies indicadoras; um segundo grupo indicando um estágio sucessional intermediário da floresta, com Sebastiania commersoniana e Ocotea pulchella como espécies indicadoras; e um terceiro grupo constituído da floresta primária cuja espécie indicadora foi Araucaria angustifolia.

  9. Seleção de espécies arbóreas nativas da região sul do Brasil para reflorestamento e emprego na arquitetura e no design

    OpenAIRE

    Francisco Humberto Franck Filho

    2005-01-01

    A pesquisa aborda, de modo geral, o reflorestamento como uma maneira de conter a grande demanda da indústria moveleira e a degradação das florestas nativas da Região Sul do Brasil, constituída pelos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, bem como o reflorestamento das espécies exóticas de Pinus e Eucalipto e a situação em que se encontram as florestas nativas do Rio Grande do Sul. Na busca pela promoção e valorização da madeira local, após a adoção de critérios imprescindíveis...

  10. Regeneração natural em fragmentos de floresta ombrófila densa na Bacia do Rio Capibaribe, Pernambuco.

    OpenAIRE

    Aldení Silva de Lima

    2011-01-01

    Os fragmentos florestais ciliares são de grande importância para manutenção da diversidade biológica, pois atuam como corredores ecológicos, facilitando a dispersão animal e vegetal entre áreas, além de auxiliarem na regularização do regime hídrico e na estabilidade dos solos. Assim, o presente trabalho objetivou caracterizar a fitossociologia do componente lenhoso regenerante em áreas ciliares, visando avaliar o potencial de regeneração natural em cinco fragmentos de Floresta Ombrófila Densa...

  11. CLASSIFICAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DE ESTÁGIOS SUCESSIONAIS EM REMANESCENTES DE FLORESTA OMBRÓFILA MISTA NA FLONA DE SÃO FRANCISCO DE PAULA, RS, BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Artur José Soligo

    2006-11-01

    Full Text Available O presente trabalho integra o conjunto de estudos e pesquisas previstas no Projeto Ecológico de Longa Duração – PELD/CNPq, instalado FLONA de São Francisco de Paula, RS. Teve como objetivo identificar e caracterizar os diferentes estágios sucessionais de remanescentes de Floresta Ombrófila Mista. O trabalho foi realizado em dez conglomerados permanentes de 100m x 100m (10.000m2, os quais foram divididos em dez faixas de 10m x 100m (1.000m2 e estas subdivididas em dez subunidades de 10m x 10m (100m2. Para a presente pesquisa, foi sorteada uma faixa de 10m x 100m para cada conglomerado, totalizando cem subunidades amostrais (parcelas onde foram instaladas, na altura do DAP, bandas (cintas dendrométricas em todas as árvores com CAP  30cm, para medição anual dos diâmetros. A análise de agrupamento foi realizada por meio do programa Twinspan, utilizando uma matriz de dados com 99 parcelas (uma foi desconsiderada por não apresentar indivíduos com CAP  30cm tendo como variável o incremento anual em diâmetro (obtido de 2 anos de observação de 69 espécies. Obtiveram-se três grupos florísticos que indicaram estágios sucessionais na floresta: um grupo separou um estágio sucessional menos evoluído denominado de mata secundária, tendo Nectandra megapotamica e Cryptocarya aschersoniana como espécies indicadoras; um segundo grupo indicando um estágio sucessional intermediário da floresta, com Sebastiania commersoniana e Ocotea pulchella como espécies indicadoras; e um terceiro grupo constituído da floresta primária cuja espécie indicadora foi Araucaria angustifolia.

  12. Evolução do uso e valorização das espécies madeiráveis da Floresta Estacional Decidual do Alto-Uruguai, SC.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ademir Roberto Ruschel

    2010-08-01

    Full Text Available Com base nas informações coletadas em 41 entrevistas feitas junto a madeireiros, ex-madeireiros e colonizadores, determinou-se quais as espécies potencialmente madeiráveis, o valor de uso e a valorização econômica das espécies madeiráveis para os remanescentes da Floresta Estacional Decidual na região do Alto--Uruguai, SC, desde o início da colonização daquela região. A diversidade de espécies florestais de uso madeirável conhecida popularmente na região foi de 63 espécies. Contudo, em termos de dominância esse grupo reduz-se a 15 espécies. A maior dominância foi observada para as espécies Apuleia leiocarpa, Parapiptadenia rigida, Balfourodendron riedelianum, Nectandra megapotamica, Patagonula americana, Luehea divaricata, Cedrela fissilis, Ocotea diospyrifolia, Holocalyx balansae, Myrocarpus frondosus, Cabralea canjerana e Peltophorum dubium. As espécies de maior valor comercial foram Cordia trichotoma, Cedrela fissilis, Myrocarpus frondosus e Balfourodendron riedelianum. Já Schefflera morototoni, Aralia warmingiana, Machaerium stipitatum, Chrysophyllum marginatum e várias espécies da família Lauraceae apresentaram, no decorrer do tempo, incremento no uso e na comercialização. O valor de uma espécie é condicionado tanto pela qualidade quanto pela quantidade ofertada. Em geral, verificou-se uma evolução no valor das espécies bem como na indústria madeireira que utilizou várias maneiras para se adaptar às demandas desses produtos florestais.

  13. Biomass equations for forest regrowth in the eastern Amazon using randomized branch sampling Equações alométricas para estimativa de biomassa de floresta secundária na Amazônia Oriental usando amostragem aleatória de ramos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mark Jonathan Ducey

    2009-01-01

    Full Text Available Forest regrowth occupies an extensive and increasing area in the Amazon basin, but accurate assessment of the impact of regrowth on carbon and nutrient cycles has been hampered by a paucity of available allometric equations. We develop pooled and species-specific equations for total aboveground biomass for a study site in the eastern Amazon that had been abandoned for 15 years. Field work was conducted using randomized branch sampling, a rapid technique that has seen little use in tropical forests. High consistency of sample paths in randomized branch sampling, as measured by the standard error of individual paths (14%, suggests the method may provide substantial efficiencies when compared to traditional procedures. The best fitting equations in this study used the traditional form Y=a×DBHb, where Y is biomass, DBH is diameter at breast height, and a and b are both species-specific parameters. Species-specific equations of the form Y=a(BA×H, where Y is biomass, BA is tree basal area, H is tree height, and a is a species-specific parameter, fit almost as well. Comparison with previously published equations indicated errors from -33% to +29% would have occurred using off-site relationships. We also present equations for stemwood, twigs, and foliage as biomass components.Florestas secundárias ocupam uma área extensa e crescente na bacia Amazônica, porém determinações acuradas do impacto dessas florestas nos ciclos de carbono e nutrientes têm sido dificultadas pelo número reduzido de equações alométricas. Neste estudo, nós desenvolvemos equações em nível de comunidade e espécies individuais para estimar a biomassa total da parte aérea de uma floresta secundária com 15 anos de idade na Amazônia oriental. O trabalho de campo utilizou amostragem aleatória de ramos, que é uma técnica rápida, porém pouco utilizada em florestas tropicais. Baseada no erro padrão da série de segmentos individuais (14%, a consistência da s

  14. Análise multivariada para estratificação volumétrica de uma floresta ombrófila densa de terra firme, Amazônia Oriental

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Souza Agostinho Lopes de

    2006-01-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi propor um método de estratificação em classes homogêneas de estoque volumétrico da floresta ombrófila densa de terra firme não explorada, empregando-se as técnicas de análises de agrupamento e discriminante. A pesquisa foi conduzida na Unidade de Manejo Florestal (UMF da Fazenda Tracajás (02º35'53"S e 47º47'10"W, pertencente à empresa Nova Era Agroflorestal, de propriedade do Grupo Rosa Madeireira, Município de Paragominas, Estado do Pará. Foi realizado um censo (100%, no qual se estimaram os volumes do fuste comercial das árvores com dap > 45 cm de 55 espécies comerciais em 49 talhões de exploração com 10 ha cada um. Reuniram-se os volumes estimados do fuste comercial das árvores individuais por talhão em ordem crescente. Elaborou-se uma matriz X de dados desses volumes, em que cada variável x ij representou o i-ésimo volume classificado no j-ésimo talhão. A matriz X foi utilizada como input nas análises de agrupamento e discriminante. A aplicação da análise de agrupamento, método de Ward, resultou em agrupamentos hierárquicos dos talhões em classes de estoques. A análise do dendrograma permitiu estratificar o povoamento em três grupos homogêneos e distintos, denominados classes I, II e III de estoques volumétricos. A análise discriminante, método de Fisher, indicou que 100% dos talhões foram corretamente classificados. A classificação multivariada da floresta em classes de estoques volumétricos mostrou-se um método eficiente na estratificação de áreas homogêneas de florestas ineqüiâneas, as quais podem se constituir em estratos, compartimentos, classes de sítio e unidades de produção anual.

  15. Produção de serrapilheira no Cerrado e Floresta de Transição Amazônia-Cerrado do Centro-Oeste Brasileiro Litterfall production in the Brazilian mid-western Amazonia-Cerrado transition forest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos José da Silva

    2007-01-01

    Full Text Available O presente trabalho teve como objetivo verificar a variação da produção de serrapilheira de diferentes biomas: Cerrado (com as fitofisionomias Cerrado sensu stricto e Cerradão e Floresta de Transição Amazônia-Cerrado, em clima tropical. Para a determinação da produção de serrapilheira foram utilizados coletores de tela em náilon. Dados micrometereológicos foram coletados nas áreas de estudo. A produção de serrapilheira nos dois biomas mostrou acentuada sazonalidade, com as maiores produções ocorrendo durante a estação seca e menor durante a estação chuvosa. A maior produção de serrapilheira ocorreu na Floresta de Transição, seguida do bioma Cerrado. A fração de folhas foi mais representativa do que as frações de galhos, flores, frutos em ambas as áreas estudadas.The objective of the present work was to verify the variation of litterfall production of different biomass: a cerrado ("savanna" with vegetation types Cerrado sensu stricto ("orchard-like vegetation" and Cerradão ("woodland-like vegetation" and Amazonia-Cerrado transition forest in a tropical climate. To determine the litterfall production, we used nylon screen traps. Micrometereologic data was collected in both areas of study. The litterfall in two biomass revealed themselves as seasonal, with the highest productions occurring during the dry season and the lowest during the wet. The biggest litterfall occurred in the Transition Forest, followed by the Cerrado biome. Leaf fraction was more representative than twigs, flowers, fruits in both areas studied.

  16. ALTM system in Amazonian forest areas; Sistema ALTM em areas da Floresta Amazonica

    Energy Technology Data Exchange (ETDEWEB)

    Sallem Filho, Silas; Bonatto, Amarildo [Esteio Engenharia e Aerolevantamentos S.A., Curitiba, PR (Brazil)

    2005-07-01

    Airborne Laser Scanning provides faster and more accurate Digital Elevation Model and Digital Terrain Model tasks compared to conventional photogrammetry. The system generates Laser pulses towards the terrain, perpendicular to the flight line, scanning the terrain surface and recording the distances from the sensor to the ground for each pulse. The main characteristics of the system is the measurement of the first and the last return for each pulse, allowing the objects identification that are above the ground as, for example, vegetation. With this capability it is possible the determination of volumes and biomass estimate, besides the virtual removal of vegetation covering. The Digital Terrain Models are used for Digital Ortho photos rectification and to obtain contour lines for topography maps. The correct points classification according the elevation, allows the representation of the terrain with larger amount of points than the stereo plotting, in areas densely vegetated where the operator esteems the height of the vegetable covering to interpret the terrain. Some additional products, as hypsometric images and intensity images helps in the identification of features on pipeline projects as well as the obtaining of the obstacles height. (author)

  17. Produtividade em sistemas de integração lavoura-pecuária-floresta no subtrópico brasileiro

    OpenAIRE

    Silva, Vanderley Porfirio da

    2012-01-01

    Resumo: O crescimento de árvores em meio a cultivos agrícolas e forrageiros traz, intuitivamente, alguns questionamentos sobre a combinação entre componentes tão distintos. O objetivo deste estudo foi avaliar a integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF) como alternativa para a intensificação sustentável do uso da terra na condição subtropical brasileira. Foram avaliados: o rendimento de grãos e de forrageiras de inverno semeados entre renques arbóreos; o comportamento e impacto do gado em re...

  18. Banco de sementes do solo de uma Floresta Estacional Semidecidual, em Viçosa, Minas Gerais.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juvenal Pinheiro Batista Neto

    2010-08-01

    Full Text Available Avaliou-se quantitativa e qualitativamente a florística do banco de sementes do solo de um fragmento de Floresta Estacional Semidecidual Montana, no município de Viçosa, MG. No final da estação chuvosa (março/2004, foram coletadas duas amostras de solo de 20 x 15 cm, com 5 cm de profundidade, no centro de seis subparcelas contíguas de 10 x 20 m, em dez parcelas permanentes de 20 x 60 m, em dez locais, totalizando 120 amostras (3,6 m2. As amostras de solo foram colocadas em estruturas de sombreamento de 11,5 % e 60 %, e as sementes germinadas foram identificadas em graminóides, herbáceo-cipós, arbustivas e arbóreas. Foram registradas 3.416 sementes germinadas, sendo 30,2 % graminóides, 29,2 % herbáceo-cipós, 17,5 % arbustivas e 23,1 % arbóreas, estas duas últimas distribuídas em 17 famílias, 25 gêneros e 31 espécies. Melastomataceae, Cecropiaceae e Piperaceae contribuíram com 31,8 %, 10,0 % e 8,8 % do total de espécies, respectivamente, sendo que Miconia cinnamomifolia e Leandra purpurascens foram responsáveis por 59,3 % das sementes arbustivo-arbóreas germinadas. As pioneiras se destacaram com 61,3 % das espécies e 88,5 % das sementes germinadas. Não foram registradas espécies secundárias tardias. A densidade média de sementes germinadas para todos os hábitos e locais foi de 949 sementes/m2. O número de espécies e de sementes germinadas do grupo arbustivo-arbóreo diferiu significativamente pelo teste Kruskal-Wallis (P ≤ 0,05 entre os locais estudados. Esses resultados indicam que, no banco de sementes do solo, há predomínio de espécies pioneiras que são importantes para a sucessão em clareiras ou após o corte da floresta. Porém, esse estoque de sementes não é suficiente para a continuidade do processo de sucessão, que inclui o estabelecimento de maior proporção de espécies secundárias iniciais e tardias. Isso indica que há necessidade de um manejo adequado do banco de pl

  19. Fungos anamorfos (hyphomycetes da Floresta Nacional de Caxiuanã, Pará, Brasil: novos registros para o Neotrópico Anamorphic fungi (hyphomycetes from Caxiuanã National Forest, Pará, Brazil: new records for the Neotropics

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Josiane Santana Monteiro

    2010-09-01

    Full Text Available Os hifomicetos são importantes decompositores e recicladores da matéria orgânica morta no ambiente e podem ser importantes patógenos de plantas e animais. Como parte do inventário da diversidade dos fungos sobre palmeiras da Amazônia Oriental, no sítio do Programa de Biodiversidade da Amazônia (PPBIO, na Floresta Nacional de Caxiuanã, Pará, foram identificados cinco novos registros de hifomicetos para o Neotrópico: Camposporium fusisporum Whitton, McKenzie & Hyde; Cylindrocarpon curtum Bugnicourt; Minimidochium microsporum Matsush.; Sporidesmiella aspera Kuthub. & Nawawi; Sporidesmium ghanaense M.B. Ellis. Stachybotrys theobromae Hansf. é citado pela primeira vez para o Brasil.The hyphomycetes are important decomposers and recyclers of dead organic matter in the environment and may be important pathogens of plants and animals. As part of the diversity inventory of palm-tree fungi from Eastern Amazonia, in Caxiuanã National Forest, Pará, five new records of hyphomycetes for the Neotropics were found: Camposporium fusisporum Whitton, McKenzie & Hyde; Cylindrocarpon curtum Bugnicourt; Minimidochium microsporum Matsush.; Sporidesmiella aspera Kuthub. & Nawawi; Sporidesmium ghanaense M.B. Ellis. Stachybotrys theobromae Hansf. is cited for the first time for Brazil.

  20. A composição da avifauna do campus da Universidade Estadual de Londrina, norte do Paraná, Brasil The avifaunal composition of Universidade Estadual de Londrina, northern Paraná, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edson V. Lopes

    2006-03-01

    Full Text Available Este estudo analisou a distribuição espacial da avifauna do campus da Universidade Estadual de Londrina em diferentes habitats (florestal, agrupamento de árvores, edificações e adjacências, capoeira, aquático e campo aberto. Também foi desenvolvida uma análise comparativa em relação à riqueza e composição de espécies e à estrutura de guildas entre a comunidade de aves que ocorre em um remanescente florestal que existe no campus com as de um remanescente em área rural, dois remanescentes em área urbana e a de uma área contínua de floresta. Os dados foram coletados em transecções fixas entre janeiro de 2001 e dezembro de 2002 em 48 amostragens. Um total de 174 espécies foi registrado, com os habitats florestal e agrupamento de árvores apresentando maior número de espécies, enquanto os habitats aquático e de campo aberto apresentaram o menor número. A riqueza de espécies registrada no remanescente florestal do campus foi semelhante ao registrado na área contínua e na área rural e superior ao registrado nas duas áreas urbanas. O índice de Sørensen apresentou valores semelhantes e relativamente altos entre o campus e as outras quatro áreas. Por outro lado a estrutura de guildas da comunidade de aves florestais do campus foi mais semelhante o de uma das áreas urbanas e da área rural. Tanto no campus como nas áreas urbanas, houve menor número de espécies de grandes frugívoros e escaladores e um aumento na representatividade de aves de borda de floresta em relação a área contínua de floresta e a área rural.This study analyzed the spatial distribution of the Universidade Estadual de Londrina's (UEL avifaunal in several habitats (forest, scattered trees, buildings and surroundings, shrubs, aquatic and grassland. Besides that, a comparative analysis about the richness and composition of species and the guild structure of forest birds was carried out between the bird community witch was recorded in a forest

  1. A FLORESTA EM MEDIAÇÕES: Mídias, Discursos e Recepções pelos Marajós

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joel Pantoja Silva

    2011-01-01

    Full Text Available O artigo trata da relação entre os meios de comunicação e educação no município de Melgaço, no Marajó das Florestas/ Pa, sobretudo em comunidades do roteiro Tajapuru que deixam ver o quanto o acesso às mídias já atravessou as redes da cultura de tradição oral e osespaços geográficos do município. Com objetivo de compreender a articulação dos meios de comunicação na prática pedagógica da escola e as interações externas dos alunos com essa nova representação social da realidade através das mídias, elaboramos pesquisa de campo, do tipo pesquisa-ação (THIOLLENT, 1998, com alunos (de 3ª a 7ª séries da rede pública de ensino municipal em 2010. Com base na teoria da recepção em Baccega (1998 e Martín-Barbero (2001, analisamos esta incorporação midiática a partir da escola, vista como lugar das mediações. Os resultados mostraram a incipiente inserção da mídia à prática educativa em Língua Portuguesa, mas também abriram caminhos para outras perspectivas de letramento eseus novos significados no dia a dia da sala de aula.

  2. Taquara bamboo control as an alternative to recovery of the Araucaria Forest Controle de taquaras como alternativa para a recuperação da Floresta com Araucária

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Roberto Sanquetta

    2010-06-01

    Full Text Available Native bamboos occur abundantly in forests with predominance of Araucaria angustifolia that were
    highly disturbed by anthropogenic causes. The occupation of the competitive space by these plants may indicate that there is a dependency relationship between the establishment of tree seedlings and bamboos in the ecosystem. This study aimed at evaluating the establishment of seedlings of tree species that appeared naturally in an area strongly dominated by bamboos in the understory. An  experiment of mechanical control of bamboos
    was established in the municipality of General Carneiro, southern Paraná State, with 1.00 hectare, following the
    completely randomized design. The results showed that felling of bamboos may be effective to stimulate the
    appearance of many species and also to increase seedling density. Mechanical bamboo control by felling,
    combined with its biomass removal and understory thinning, is effective to stimulate seedling establishment of the majority of species in the forest. In general, it can be concluded that response of the forest to management practices is quite quick. Few months after the effect of bamboo control on the regeneration of the tree species might be clearly noticed. This suggests that management practices may be very effective to the restoration of degraded ecosystems.Taquaras ocorrem abundantemente em florestas antropizadas com Araucaria angustifolia. Evidências
    levam a crer que existe uma relação de dependência entre a sua presença e o grau de estabelecimento de espécies arbóreas. O objetivo deste trabalho é avaliar o estabelecimento de plântulas espontaneamente regeneradas em áreas com forte presença de taquaras. Foi instalado um experimento no extremo sul do Paraná, com área de um hectare, por delineamento inteiramente casualizado com cinco tratamentos e cinco repetições. Os resultados aos 18 meses revelaram que o corte das taquaras provocou o reaparecimento de

  3. Reabilitação funcional de clareira de deslizamento em encosta íngreme no domínio da floresta atlântica, Rio de Janeiro (RJ

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André Batista de Negreiros

    2009-11-01

    Full Text Available Este estudo focaliza a reabilitação funcional de uma clareira de deslizamentos em encostas íngremes florestadas. Um estudo de caso foi desenvolvido numa clareira de deslizamento (17.888m2 gerada em 1988, para entendimento das respostas hidrológicas e erosivas frente às mudanças na interface biota-solo-água em seu interior e entorno. Os dados são comparados com estudos anteriores de Rocha Leão (1997 quando a presença de um dreno da estrada injetava fluxos d‘água de chuvas no interior da clareira limitando a revegetação até 2002. A estrutura da vegetação foi levantada em seções transversais na porção superior da clareira e encosta florestal adjacente, incluindo quatro sítios amostrais: floresta secundária tardia (FST; na borda direita (BD; borda esquerda (BE e local de revegetação inicial (RI. Os valores de área basal (FST=30,32m2/ha; BE=21,14 m2/ha; BD=14,85m2/ha e RI=8,8 m2/ha indicam um atraso na reabilitação da área submetida ao escoamento superficial concentrado proveniente do dreno da estrada. O topo do solo em FST é arenoso com 68% de agregados >2 mm; nos demais domínios, ocorre um solo franco arenoso e de baixa agregação (BE=41%, BD=46% e RI=25%. Os valores (% médios da razão entre vazão (Q e precipitação (P foram de FST=1,67%; BE=3,33%; BD=7,08% e RI=3,46% aumento na BD deve-se a proximidade de um afloramento rochoso que favorece a produção de escoamento superficial. No domínio erosivo da clareira estima-se uma taxa de sedimentos da ordem de 98g/m2/L. Que gera uma produção de sedimentos total de 1,05 ton. convergindo para o canal durante períodos chuvosos. As funções hidrológicas do topo do solo não retornaram totalmente e uma degradação florestal atrasada prevalece no entorno.

  4. Estrutura de uma Floresta Tropical com Caesalpinia echinata Lam. (Pau Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valderes Bento Sarnaglia Junior

    2014-04-01

    Full Text Available Este trabalho teve por objetivo analisar a estrutura da vegetação do componente arbóreo em um remanescente de Floresta Ombrófila Densa das Terras Baixas com populações naturais de Caesalpinia echinata Lam. (pau-brasil no município de Aracruz (ES. Foram instaladas 10 parcelas de 10 x 50 m, de modo sistemático, totalizando 0,5 ha de área amostral. Todos os indivíduos com DAP (Diâmetro à Altura do Peito  ≥10 cm foram amostrados. Amostraram-se 259 indivíduos distribuídos em 119 espécies. As famílias com maior riqueza de espécies foram Leguminosae (22, Sapotaceae (9 e Myrtaceae (9. As espécies com os mais altos valores de importância foram Eriotheca macrophylla (K. Schum. A. Robyns, Caesalpinia echinata Lam. e Astrocaryum aculeatissimum (Schott Burret. O índice de Shannon (H’ foi de 4,51 e a equabilidade (J’ foi de 0,94.  O fragmento apresenta sinais de perturbações antrópicas, porém os altos valores de diversidade e riqueza mostram a importância da conservação, assim como para a preservação de C. echinata.

  5. Avaliação da Composição Centesimal, Mineral e Teor de Antocianinas da Polpa de Juçaí (Euterpe edulis Martius)

    OpenAIRE

    Leilson de Oliveira Ribeiro; Marisa Fernandes Mendes; Cristiane de Souza Siqueira Pereira

    2015-01-01

    A polpa de juçaí, fruto da palmeira juçara (Euterpe edulis Martius) encontrada nas áreas da Mata Atlântica e a polpa de açaí, fruto da palmeira juçara (Euterpe oleracea Martius) cultivado na Floresta Amazônica, foram caracterizadas obtendo assim sua composição centesimal, mineral e também seu teor de antocianinas. Com os resultados obtidos foi possível fazer um estudo comparativo da concentração de antocianinas das duas polpas congeladas e verificar a importância do consumo destes alimentos, ...

  6. Estrutura de um fragmento de Floresta Atlântica em regeneração com ocorrência de Caesalpinia echinata Lam. (pau-brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Liliane Baldan Zani

    2012-09-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2012v25n4p75   Este trabalho teve por objetivo analisar a estrutura fitossociológica de um fragmento remanescente de Floresta Atlântica em regeneração no município de Aracruz-ES em uma floresta de tabuleiro com ocorrência natural de Caesalpinia echinata Lam. Foram instaladas 10 unidades amostrais (parcelas de 10 x 50m sendo amostrados todos os indivíduos com DAP≥5cm e <10cm. Ao todo foram amostrados 500 indivíduos distribuídos em 181 espécies. As famílias com maior riqueza foram Leguminosae (35, Sapotaceae (18 e Myrtaceae (14. As espécies mais importantes foram Caesalpinia echinata Lam., Eugenia tinguyensis Cambess. e Pterocarpus rohrii Vahl. O índice de Shannon (H’ foi de 4,89 e a equabilidade (J’ foi de 0,94. Essa área é um dos últimos fragmentos remanescentes com pau-brasil nativo do estado do Espírito Santo e a população dessa espécie encontra-se bem preservada no local, ocorrendo com grande frequência, enfatizando a importância da preservação de pequenos fragmentos florestais para conservação da biodiversidade.

  7. Estoque e crescimento em volume, biomassa, carbono e dióxido de carbono em Floresta Estacional Semidecidual

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Agostinho Lopes de Souza

    2011-12-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi estimar o estoque e o crescimento em volume (V, biomassa (B, carbono (C e dióxido de carbono (CO2 em Floresta Estacional Semidecidual no Vale do Rio Doce, em Minas Gerais. Foram utilizados dados de inventários do estrato arbóreo (DAP > 5,0 cm, cujas parcelas permanentes foram medidas em 2002 e 2007, em estágios médio (Mata 1 e avançado (Mata 2 de regeneração da vegetação secundária. Com base no inventário de 2002, foram selecionadas espécies que apresentavam maiores percentuais em volume e no mínimo cinco indivíduos para determinar as densidades básicas da madeira e da casca. A média da densidade básica da madeira foi de 0,65 g.cm-3 e da casca, igual a 0,49 g.cm-3. Os estoques e os crescimentos em V, B, C e CO2 foram estimados nos dois estágios, Mata 1 e Mata 2. Pelo fato de as matas se encontrarem em estágios médio e avançado de regeneração, respectivamente, elas apresentavam estruturas, estoques e crescimentos distintos.

  8. RENTABILIDADE DE PLANTIOS DE ACÁCIA-AUSTRALIANA E DE SISTEMA DE INTEGRAÇÃO LAVOURA-PECUARIA-FLORESTA NO SUDOESTE DO PIAUÍ

    OpenAIRE

    Araújo, Emanuel França; Universidade Federal do Piauí; Aguiar, Adriano Saraiva; Mestrando em Ciências Florestais do Departamento de Engenharia Florestal da Universidade Brasília; Barbosa, Marcus Vinícius Ribeiro; Graduado em Engenharia Florestal, Universidade Federal do Piauí, Campus Professora Cinobelina Elvas, Bom Jesus, Piauí; de Brito, Wédison Campos; Graduado em Engenharia Florestal, Universidade Federal do Piauí, Campus Professora Cinobelina Elvas, Bom Jesus, Piauí; Cordeiro, Sidney Araújo; Professor Doutor em Ciência Florestal, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, Diamantina, Minas Gerais.

    2015-01-01

    Objetivou-se com este trabalho realizar análise comparativa dos rendimentos de sistemas agroflorestais e monocultivo com Acacia mangium Willd, em uma área de 10 hectares no município de Bom Jesus no Sudoeste do Estado do Piauí. Foram realizadas análises comparativas das simulações de receitas da venda do carvão vegetal para o sistema de monocultivo, sistema Taungya e integração Lavoura-Pecuária-Floresta (iLPF) aos sete anos. Foram coletadas informações levantadas pelos autores, artigos cientí...

  9. Transpiração em espécie de grande porte na Floresta Nacional de Caxiuanã, Pará Transpiration in large size species in Caxiuanã National Forest, in the State of Pará, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael F. da Costa

    2007-04-01

    Full Text Available Durante o experimento "O Impacto da Seca Prolongada nos Fluxos de Água e Dióxido de Carbono em uma Floresta Tropical Amazônica" (ESECAFLOR realizou-se este trabalho. Trata-se de um subprojeto do Experimento de Grande escala da Biosfera-Atmosfera da Amazônia (LBA, localizado na Estação Científica Ferreira Pena, dentro da Floresta Nacional de Caxiuanã, Pará (1º 42- 30-- S; 51º 31-45-- W; 62 m altitude. A região tem floresta bem preservada, com dossel médio de 35 m. As espécies predominantes em terra-firme, são: Eschweilera coriacea (Mata-matá branco, Voucapoua americana (Acapu e Protium pallidum (Breu Branco. Medidas foram realizadas entre 03 a 16 de dezembro de 2000 e 12 a 25 de janeiro de 2003, objetivando-se determinar a transpiração de dois exemplares de Eschweilera coriacea, mediante os efeitos da seca provocada. A área do ESECAFLOR compreende duas parcelas, cada uma com 1 ha, parcela A (controle e parcela B (exclusão da chuva. Para o fluxo de seiva, o método foi o Balanço de Calor no Tronco, com sistema Sap Flow meter, P4.1; entre os períodos analisados, a transpiração média registrou aumento de 56% na árvore A237 (parcela A e redução de 68% na árvore B381 (parcela B.During the "Long-term impact of drought on water and carbon dioxide fluxes in Amazonian Tropical Rainforest Experiment" (ESECAFLOR, this study was carried out, which is a subproject of Large Scale Biosphere Atmosphere Experiment in Amazônia (LBA, located in the Ferreira Penna Scientific Station (FPSS in the Caxiuanã National Forest (CNF in Pará State (1º 42- 30-- S; 51º 31-45-- W; 62 m altitude. The region has a well-preserved forest, with canopy of 35 m. The predominate tree species in the landscape are Eschweilera coriacea (White Matá-matá, Voucapoua americana (Acapu and Protium pallidum (White Pitch. Sap flow measurements were made in the wet season (03-16 December 2000 and 12-25 January 2003, to evidence the effect of long term induced

  10. Distribuição horizontal e vertical de fósforo em sistemas de cultivos exclusivos de soja e de integração lavoura-pecuária-floresta

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Debora Diel

    2014-08-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi avaliar a distribuição horizontal e vertical do fósforo no solo e a produtividade de soja em sistemas de cultivos exclusivos e de integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF. Foram avaliados os tratamentos: floresta plantada de eucalipto; lavoura de soja e milho safrinha consorciado com Urochloa brizantha 'Marandu'; pastagem de U. brizantha; sistema de ILPF; e duas áreas controle, com floresta nativa e pousio. O solo foi coletado nas camadas de 0-5, 5-10, 10-20 e 20-30 cm, para determinação das características químicas. As avaliações foram realizadas no segundo ano agrícola após a implantação do experimento. No sistema de ILPF, solo e produtividade foram avaliados em quatro transectos equidistantes, no centro do renque e a 3, 6, 10 e 15 m do renque, nas faces norte e sul. Os teores de P disponível (Mehlich-1 foram maiores nas camadas superficiais do solo, nos sistemas com soja/milho safrinha e com ILPF. No ILPF, os teores de P disponível não diferiram entre as distâncias do renque das árvores, e a produtividade de soja não diferiu da observada no sistema com soja/milho safrinha. Portanto, com dois anos de implantação, o sistema ILPF ainda não é capaz de interferir marcadamente nas características químicas do solo e na produtividade da soja.

  11. Fenologia da floração e frutificação de mirtáceas nativas da floresta com araucária Phenology of blooming and fruiting of myrtaceae native species of araucaria forest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Moeses Andrigo Danner

    2010-03-01

    Full Text Available Estudos de fenologia são importantes para definição de vários tratos culturais de espécies frutíferas. Assim, estudou-se a fenologia da floração e da frutificação de mirtáceas nativas da Floresta com Araucária, na região sudoeste do Paraná. Foram feitas observações fenológicas em pitangueira, cerejeira-do-mato, uvalheira, guabirobeira e araçazeiro, de julho de 2007 a fevereiro de 2008, em três plantas por espécie. Foram determinadas as curvas de crescimento dos frutos com base nos seus valores de massa da matéria seca, em duas avaliações semanais. A floração das espécies ocorreu entre o final de agosto e o início de novembro. A cerejeira-do-mato é a espécie mais precoce (ciclo de 43 dias, com maturação dos frutos entre meados e fim de outubro, enquanto o araçazeiro apresenta ciclo reprodutivo mais longo (98 dias, com maturação durante o mês de fevereiro. Há diferenças no comportamento do acúmulo de matéria seca nos frutos entre genótipos da mesma espécie.Studies of phenology are important for the development of various cultural treatments of fruit species. Therefore, it was studied the phenology of blooming and fruiting of Myrtaceae native species of Araucaria Forest, in the Southwest of Paraná state, Brazil. Observations about phenology of Eugenia uniflora, Eugenia involucrata, Eugenia pyriformis, Campomanesia xantocarpa, and Psidium cattleyanum were conducted from July 2007 to February 2008, in three plants of each species. There to manufacture the curves of the fruits growth based in mass of dry matter, in two weekly ratings. The flowering of species occurred between late August and early November. The Eugenia involucrata is the earliest (cycle of 43 days, with ripening between mid and end of October, while the Psidium cattleyanum presents reproductive cycle longer (98 days, with maturity during the month of February. There are differences in behavior accumulation of mass of dry matter between

  12. Uso de ambientes por mamíferos em área de Floresta Atlântica com plantios de eucaliptos no Vale do Paraíba/SP

    OpenAIRE

    Oliveira, Maria de Fátima de

    2013-01-01

    A redução das áreas de florestas e a insularização dos remanescentes acarretam a necessidade urgente de elaboração e implementação de técnicas que minimizem os impactos a esses remanescentes e que, ao mesmo tempo, promovam a conservação da vida silvestre local. Pela inexistência de áreas de vegetação original adequadas, todo e qualquer fragmento se toma elemento vital na manutenção da fauna local. Para gerar informações que subsidiem ações de conservação de fragmentos e de sua fauna, este tra...

  13. Análise de índices biofísicos a partir de imagens TM Landsat 5 em paisagem heterogênea no Sudoeste da Amazônia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rodrigo Tartari

    2015-11-01

    Full Text Available O sudoeste da Amazônia Brasileira é composto por um mosaico de paisagem com transição de campos naturais e floresta ombrófila densa. A bacia do rio Puruzinho, localizada no “Arco do Desmatamento” no interflúvio Purus-Madeira, tem passado por mudança no uso e cobertura da terra. Assim, o objetivo deste estudo foi avaliar a variação espacial de índices biofísicos de uma paisagem heterogênea na bacia hidrográfica do rio Puruzinho. O índice de vegetação da diferença normalizada (NDVI, índice de área foliar (IAF, temperatura da superfície, albedo e saldo de radiação da superfície (Rn foram estimados pelo SEBAL (Surface Energy Balance Algorithm for Land a partir de imagens TM Landsat 5, e analisados sobre floresta densa, campos naturais, área desmatada e área urbana de Humaitá-AM. Todos os índices biofísicos foram significativamente diferentes, considerando o uso e cobertura da terra. Os índices biofísicos apresentaram padrão inverso entre a área urbana e a floresta densa, com menor NDVI, IAF e saldo de radiação e maior temperatura e albedo da superfície na área urbana. Portanto, as variáveis estimadas pelo SEBAL foram adequadas para avaliar o efeito das mudanças no uso do solo sobre as variáveis estimadas e distinguir áreas antropizadas de áreas naturais.

  14. Regime de luz em uma floresta estacional semidecídua sob manejo, em Pirenópolis, Goiás

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fábio Venturoli

    2012-12-01

    Full Text Available Esta pesquisa foi realizada em um fragmento de floresta estacional semidecídua, localizada em Pirenópolis, Goiás, e investigou as alterações no regime de luz, medida pela densidade de fluxo de fótons, associadas a intervenções silviculturais que visaram, sobretudo, aumentar o crescimento de espécies arbóreas, sem permitir a invasão por espécies oportunistas que poderiam influenciar negativamente a dinâmica da regeneração natural. O delineamento foi em blocos casualizados, em esquema fatorial, testando as diferenças entre tratamentos silviculturais, estações climáticas e alturas de medida no sub-bosque (1,30 m e ao nível do solo. Foram testadas duas intensidades de corte seletivo de indivíduos arbóreos e de cipós na floresta. Os tratamentos foram suficientes para alterar o regime de luz, tanto na estação seca como na estação chuvosa, em acordo com a hipótese testada. O sombreamento na área controle foi de 97% na estação chuvosa e de 86% na estação seca, apresentando diferenças significativas com o sombreamento associado aos tratamentos silviculturais, que variaram de 93% a 94% na chuva e de 77% a 80% na seca. Esse estudo pode auxiliar na validação deste sistema de manejo florestal proposto para as florestas estacionais semidecíduas no Brasil Central, devendo ser associado aos estudos populacionais e de comunidade, preservando os fragmentos florestais encontrados na região e gerando benefícios ambientais e renda extra para a população rural.

  15. Detection of beetle damage in forests by X-ray CT image processing Detecção de danos causados por besouro em florestas com processamento de imagens de tomografia computadorizada de raios X

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Estevão Cruvinel

    2003-10-01

    Full Text Available Some beetle species can have devastating economic impacts on forest and nursery industries. A recent example is Anophophora glabripennis, a species of beetle known in the United States as the ''Asian Longhorrned beetle'', which has damaged many American forests, and is a threat which can unintentionally reach south American countries, including Brazil. This work presents a new method based on X-ray computerized tomography (CT and image processing for beetle injury detection in forests. Its results show a set of images with correct identification of the location of beetles in living trees as well as damage evaluation with time.Algumas espécies de besouros têm elevado impacto econômico em florestas e indústrias de móveis. Exemplo recente é aquele produzido pelo besouro Anophophora glabripennis, uma espécie conhecida nos Estados Unidos como Asian Longhorn, que tem produzido danos significativos em várias florestas americanas, representando uma ameaça que poderá encontrar transporte não-intencional para países da América do Sul, inclusive para o Brasil. Neste trabalho é apresentado um novo método com base no uso de tomografia de raios X computadorizada (CT e processamento de imagens digitais para detecção de injúrias causadas por besouros em florestas. Os resultados mostram a correta identificação da localização de besouros em árvores vivas, como também fornecem uma avaliação do estrago temporal causado.

  16. Funcionalidades ambientais de solos altomontanos na Serra da Igreja, Paraná

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maurício Bergamini Scheer

    2011-08-01

    Full Text Available Apesar de ainda existirem ecossistemas altomontanos no Paraná em excelente estado de conservação, iminentes ameaças antrópicas e a fragilidade desses ambientes têm sido motivos de preocupação. Este trabalho teve os seguintes objetivos: caracterizar solos de área representativa dos campos e florestas altomontanas ocorrentes na Serra da Igreja; apontar quais os possíveis fatores pedológicos que resultam nessas diferentes fitotipias; e caracterizar algumas das suas funcionalidades ambientais (estoque de C e de água. Os principais solos encontrados nos campos foram Organossolos Fólicos fíbricos/sápricos (líticos e típicos e Organossolos Háplicos fíbricos/sápricos (típicos e térricos e, nas florestas altomontanas, Gleissolos Háplicos alíticos típicos. Ambas as classes são de solos distróficos, extremamente ácidos, com alta saturação por Al trocável e altos teores de C orgânico total. A distribuição das florestas altomontanas está fortemente controlada por vales e colos de cumeeiras, os quais estão sujeitos a processos morfogenéticos que resultam em solos com horizontes minerais. Já os campos estão estabelecidos em topos, onde processos pedogenéticos promoveram espessamento de horizontes hísticos, os quais, em função de suas características intrínsecas, aliadas aos fortes ventos, parecem conter com sucesso o avanço da floresta sobre o campo. Os estoques de C por unidade de área nos solos dos campos são superiores aos dos solos das florestas altomontanas, sendo ambos considerados altos quando comparados aos dados de outros ecossistemas, sendo duas a três vezes maiores do que os encontrados em solos de ecossistemas de altitudes mais baixas na mesma latitude. Também foi constatada alta capacidade de retenção hídrica devido à porosidade total verificada nos horizontes hísticos, os quais têm o potencial de reter em média 12 vezes seu volume em água.

  17. Estimativas do albedo em três ecossistemas da floresta amazônica Estimation of albedo in three ecosystems of the Amazon forest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mário de M. V. B. R. Leitão

    2002-01-01

    Full Text Available Os albedos relativos às radiações de ondas curtas, infravermelho e fotossinteticamente ativa foram estimados para três ecossistemas da floresta amazônica. A pesquisa foi conduzida nas áreas de Campina e Campinarana, na Reserva Biológica de Campina, localizada no quilômetro 46 da rodovia BR-174 (2º 34'S; 60º 02'W, que liga Manaus a Caracaraí e na área de Mata Densa, na Reserva Florestal Ducke (2º 57'S; 59º 57'W. Para obtenção dos dados nos diferentes tipos de vegetação, foi instalado, numa torre metálica, um conjunto de sensores para medir radiações de ondas curtas, infravermelho e fotossinteticamente ativa, incidentes e refletidas sobre os dosséis vegetativos, além de sensores para medir radiações de ondas curtas incidente, de ondas curtas refletida e fotossinteticamente ativa, próximo à superfície do solo dos dosséis. Para a aquisição dos dados foram utilizados quatro microloggers, os quais foram programados para efetuarem, no período das 5 h 51 min às 18 h, leituras a cada segundo e médias a cada minuto. Os resultados mostraram que os albedos de ondas curtas, infravermelho e radiação fotossinteticamente ativa (PAR, nos três tipos de vegetação, podem ser estimados em função do ângulo de elevação do sol, com boa precisão para qualquer instante do dia.The albedos of shortwave, infrared and photosynthetically active radiations (PAR were estimated for three ecosystems of the Amazon forest. The research was conducted in the areas of Campina and Campinarana of the Biological Reserve of Campina, located at km 46, on Highway BR-174 which connects Manaus and Caracarai (2º 34'S; 60º 2'W and in the area of "Mata Densa" in the Ducke Forest Reserve (2º 57'S; 59º 57'W. A metallic tower, with set of sensors for measuring the incident and canopy reflected shortwave, infrared and photosynthetically active radiations was installed over each of the above mentioned canopies. Similar sensors were also installed at

  18. Differences between urban and rural population with respect to demand on forestry aspects, in a case study of the Turkish province of Bal kesir Diferenças entre a população urbana e rural em matéria das suas exigências de silvicultura, estudo de caso da província turca de Bal kesir

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Seçil Yurdakul Erol

    2012-03-01

    Full Text Available Inhabitants of urban and rural areas are important participants in the process of developing and implementing forest policy. Thus, it is essential to determine their demands and attitudes towards forestry issues. In this context, the demands and evaluation of forest functions are investigated in a case study of the Turkish province of Bal kesir. The findings of the case study show that differences in terms of demands among inhabitants of rural and urban areas are related to forest fires fighting, crimes fighting, forestry-tourism integration, forestation and regeneration activities, and the enlargement of forest areas. The main differences among their assessments of forest functions are related to fire wood production, and the provision of flood and erosion control, nature protection, and recreational opportunities. The findings are important for conflict management and for local decision making. By using the findings of similar studies, the provincial organizations should harmonize their priorities with the expectations of relevant interest groups.A política de silvicultura da população urbana e rural é uma participante fundamental no processo de formação e execução das florestas. Portanto, é importante determinar as exigências e as aproximações em matéria da silvicultura. A determinação das exigências da população urbana e rural no âmbito desse processo e a interpretação destinada aos assuntos das funções da floresta foram pesquisadas tendo como base a província turca de Bal kesir. As constatações resultantes do estudo na região demonstraram que as diferenças entre as exigências da população urbana e rural em matéria da silvicultura são a luta contra os incêndios florestais, a luta contra os delitos florestais, a integração de silvicultura-turismo, as atividades de reflorestamento e rejuvenescimento da floresta e a ampliação dos campos florestais. Por outro lado, as diferenças fundamentais entre as

  19. As unidades de conservação e a Floresta Ombrófila Mista no Estado do Paraná

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo de Tarso de Lara Pires

    2012-09-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5902/198050986625O intenso processo de ocupação territorial, uso desordenado dos recursos naturais e destruição de áreas verdes iniciadas no século XIX, são os principais motivos da intensa devastação das Florestas com Araucárias. Como meio de efetivação da proteção e desenvolvimento florestal, o Brasil adotou em sua política ambiental a criação do Sistema de Unidades de Conservação nas categorias, de proteção integral e uso sustentável. Uma alternativa viável é a regulação dos estoques de madeira no Estado por meio de Unidade de Conservação de Uso Sustentável. O que se pretende a partir deste ponto é analisar a possibilidade da criação de regulamentação do aproveitamento dos recursos naturais em espaços naturais protegidos. Para tanto, foram selecionadas e trabalhadas duas modalidades de Unidades de Conservação (UC, já existentes, e proposta a criação de uma nova modalidade, então denominada “Reservas Particulares de Desenvolvimento Sustentável (RPDS”. As Unidades de Proteção Integral têm desempenhado papel expressivo na preservação do Bioma Florestal com Araucária. Em contrapartida, as Unidades de Conservação de Uso Sustentável são inexpressivas no Bioma e necessitam de uma efetiva regulamentação para que desempenhem sua função ecológica e social. Medidas de incentivo à conservação das florestas particulares e ao uso sustentável dos recursos madeireiros e não madeireiros, somadas ao instrumental atualmente utilizado, podem contribuir com maior efetividade na conservação e recuperação do Bioma Florestal com Araucária.

  20. ANÁLISE DAS AÇÕES DO POLO DE EXCELÊNCIA EM FLORESTAS PARA A INOVAÇÃO E SUA CONTRIBUIÇÃO PARA A O SETOR FLORESTAL EM MINAS GERAIS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariana Luísa da Costa Lage

    2016-06-01

    Full Text Available A inovação tecnológica assume destaque por manifestar-se como a mais importante força do crescimento econômico. O objetivo deste estudo foi compreender as ações realizadas pelo Polo de Excelência em Florestas em busca da inovação no setor florestal de Minas Gerais. A teoria utilizada discorre sobre o Sistema de Inovação e a Hélice Tríplice, como fundamento para a articulação entre governo, universidade e setor privado na promoção da inovação. Trata-se de uma pesquisa descritiva realizada por meio de análise documental, observação e entrevistas semiestruturadas. Utilizou-se o modelo de processo de inovação de Bessant e Tidd (2009 para analisar em que níveis se concentravam as ações na busca pela inovação. Os resultados da pesquisa apontam que Polo de Excelência em Florestas desenvolveu, entre 2007 e 2013, essencialmente, projetos que buscam gerar inovação, em estágio primário, e quatro deles em estágio de seleção da inovação, em estágio secundário. Destaca-se o projeto Sistema de Informação Florestal, responsável pela criação do Centro de Inteligência Florestal (CIFlorestas, da Biblioteca Virtual Florestal e do Bureau de Inteligência Florestal, como resultados dos esforços do Polo em se tornar referência no setor florestal. 

  1. Quantificação da dinâmica dos remanescentes florestais no município de Jaquirana, RS, em imagens de satélite

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria do Carmo Lima e Cunha

    2011-08-01

    Full Text Available Técnicas de sensoriamento remoto e de geoprocessamento foram usadas com o objetivo de avaliar a dinâmica da cobertura vegetal, mais especificamente das classes Floresta Ombrófila Mista e Silvicultura, no Município de Jaquirana, Nordeste do Rio Grande do Sul, entre os anos de 2002 e 2007. Os resultados revelaram significativo aumento da silvicultura em detrimento da cobertura florestal natural nesse curto espaço de tempo. A perda da mata natural pertencente à classe de Floresta Ombrófila Mista no município foi de 5.643,37 ha no espaço de cinco anos. No entanto, a silvicultura que ocupava 921,10 ha em 2002 passou a ocupar 4.814,37 em 2007. Foi observado também que extensas faixas ao longo das margens dos rios Antas, Tainhas e Camisas que permeiam a região estão ocupadas por plantações de Pinus sp.

  2. Estrutura da vegetação em florestas de mangue do estuário do rio Paraíba do Sul, Estado do Rio de Janeiro, Brasil Vegetation structure of the mangrove forest at the estuary Paraíba do Sul river, Rio de Janeiro, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elaine Bernini

    2004-09-01

    Full Text Available A estrutura da vegetação do manguezal do estuário do rio Paraíba do Sul foi analisada pelo método de parcelas, que foram distribuídas na franja e no interior da floresta em dois sítios de estudo. No geral, considerando-se os indivíduos > 1m alt., a altura média variou de 6,3 a 9,9m, o DAP médio de 7,44 a 13,4cm, a área basal média de 14,5 a 35,3m².ha-1 e a densidade média de 1.920 a 3.400 troncos.ha-1. Estes parâmetros estruturais não diferiram, significativamente, entre a franja e o interior da floresta, mas a contribuição de cada espécie variou entre as distintas zonas. Avicennia germinans (L. Stearn. foi a espécie dominante em área basal de indivíduos vivos (60%, seguida de Rhizophora mangle L. (25% e de Laguncularia racemosa (L. Gaertn. (15%. Os resultados obtidos demonstraram que a área de manguezal analisada apresenta melhor desenvolvimento estrutural quando comparada a outros manguezais do litoral fluminense, tais como os encontrados nas Baías de Guanabara e Sepetiba.A structural analysis of the mangrove forest at the Paraíba do Sul river estuary was performed using the stand method. The stands were demarcated in two points both at the forest edge and interior. The results indicate that average height varied from 6.3 to 9.9m; DBH varied from 7.44 to 13.4cm; average basal area varied from 14.5 to 35.3m².ha-1, and average density varied from 1,920 to 3,400 trunks.ha-1 (trees > 1m height. These structural parameters did not differ between the edge and the interior, but the contribution of each species varied between the zones. Avicennia germinans (L. Stearn. was the dominant species (60%, followed by Rhizophora mangle L. (25%, and Laguncularia racemosa (L. Gaertn. (15%. These results demonstrate that the mangroves forest at the Paraíba do Sul estuary has a better structural development than other mangrove sites found in the Rio de Janeiro State (e.g., those mangrove forests located at the Sepetiba and Guanabara

  3. Vegetação da área de proteção ambiental Jabotitiua-Jatium. Município de Viseu, Pará, Brasil Vegetation of the Jabotitiua-Jatium Protected Environmental Area, municipality of Viseu, Pará, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Ubiratan M. dos Santos

    2003-01-01

    Full Text Available A Área de Proteção Ambiental Jabotitiua-Jatium, localiza-se no município de Viseu, Nordeste do Pará, ocupando uma área de 14.25 ha, sendo criada através da lei municipal n.º 002/98, de 07 de abril de 1998, visando a proteção de um trecho representativo e preservado do litoral paraense, abrigando um espetacular ninhal de guarás (Eudocimus ruber L., ave costeira que encontra-se na lista oficial da fauna em extinção no Brasil. Objetivando auxiliar o plano de manejo ambiental desta APA, o estudo em questão identificou quatro tipos de ambientes, classificados em Mangue, Campo Natural, Floresta Mista com Palmeiras e Restinga. Utilizando-se a metodologia da Avaliação Ecológica Rápida (AER, foi identificado um total de 141 espécies, representantes de 61 famílias. O maior número de espécies corresponde à Floresta Mista com Palmeiras, apresentando 66 representantes, e a menor representatividade diz respeito ao mangue, com apenas quatro espécies. Fabaceae (15, Cyperaceae (10 e Rubiaceae (10, destacaram-se em número de espécies, correspondendo, juntas, a 24,82% do total das espécies registradas. As ervas representam a maioria (48 quanto a forma de vida, seguida dos arbustos (38, árvores (34, Lianas (13, estipe (5 e epífitos (3.The Jabotitiua-Jatium Protected Area comprises 14.25 ha in the Municipal District of Viseu in northeast Pará. The area was established by municipal law 002/98 on 7 April 1998 in order to protect a representative sample of coastal Amazonia, including an important nesting site of the endangered scarlet ibis (Eudocimus ruber L.. The objective of this study was to provide floristic information useful for developing a management plan for the area. Four habitat types were found to occur in the area: mangrove, savanna?, mixed palm-forest, and sandy coastal. A Rapid Ecological Assessment (AER of the area identified 141 species of angiosperms in 61 families. The mixed palm-forest, with 66 species, is the most

  4. Floresta, política e trabalho: a exploração das madeiras-de-lei no Recôncavo da Guanabara (1760-1820 Forest, politics and labor: the extraction of timber in the Recôncavo da Guanabara (1760-1820

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Diogo de Carvalho Cabral

    2008-06-01

    Full Text Available O artigo procura contribuir para o adensamento da historiografia acerca das operações de extração das madeiras-de-lei, espécies de árvores particularmente propícias à construção naval e por isso legalmente reservadas à apropriação preferencial por parte da Coroa portuguesa no território colonial. O recorte espaço-temporal abarca os sertões do Recôncavo da Guanabara (Capitania do Rio de Janeiro e, em particular, a bacia do rio Macacu no final do período colonial. Usa-se documentação variada (crônicas oficiais, descrições de viajantes, correspondência, lista nominativa de habitantes e inventário post-mortem com o objetivo de mostrar que as relações socioeconômicas dos atores envolvidos (funcionários reais, proprietários fundiários, fabricantes, serradores etc. entre si e com a floresta eram ditadas por negociações cotidianas que viabilizavam a 'letra fria' das leis metropolitanas.The article aims to contribute for the still rarified historiography about the extraction of madeiras-de-lei, those tree species that are particularly suitable for shipbuilding and, for that reason, legally reserved for preferential appropriation by the Portuguese crown in the Brazilian colonial territory. The space-temporal outline embraces the inner lands of Recôncavo da Guanabara (Rio de Janeiro captaincy, in particular the Macacu river basin, at the end of the colonial period. Varied documentation (official chronicles, travelers accounts, letters, a economic-demographic census, and a post-mortem inventory is used in order to show that socioeconomic relations among the actors involved (royal bureaucracy, landowners, timber producers, sawyers, etc., and those between them and the forest were dictated by daily life negotiations which made the 'cold letter' of metropolitan laws viable.

  5. Inventário estruturado de formigas (Hymenoptera, Formicidae em floresta ombrófila de encosta na ilha da Marambaia, RJ Structured inventory of ants (Hymenoptera, Formicidae in atlantic slope rain-forest of Marambaia Island, RJ

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Michel de S. Schütte

    2007-03-01

    Full Text Available As formigas são componentes funcionais importantes em florestas tropicais devido aos papéis ecológicos que exercem, à grande biomassa e à riqueza de espécies. Embora a Mata Atlântica seja um dos ecossistemas mais bem estudados no Brasil, ainda faltam informações sobre a diversidade de formigas nos fragmentos florestais do Estado do Rio de Janeiro. A riqueza e composição da assembléia de formigas em floresta ombrófila de encosta na ilha da Marambaia (RJ foi estudada através de um inventário estruturado em uma área de 0,6 ha. Armadilhas do tipo "pitfall" e coletas manuais foram empregadas na serapilheira e sobre a vegetação entre os meses de janeiro e julho de 2004. Um total de 29 gêneros e 82 espécies foi encontrado na amostragem. A abundância e a riqueza de espécies foram maiores nas amostras de março do que de julho. Já a eqüitatividade e diversidade de formigas nas amostras não foram influenciadas pela época da coleta. As amostras de formigas em galhos mortos adicionaram seis espécies à lista, acrescentando informações sobre a biologia das espécies. As amostras sobre plantas totalizaram 32 espécies de formigas, das quais 12 foram exclusivas, como as espécies de Pseudomyrmex e algumas de Crematogaster e Pachycondyla. Este estudo pretende contribuir para o desenvolvimento de prioridades conservacionistas em um dos ecossistemas mais ameaçados do mundo.Ants are an important functional component in tropical forest due to their ecological roles, biomass and species diversity. Although the Atlantic Forest is one of the best studied ecosystems in Brazil, there is a lack of information about ant diversity in forest fragments of the state of Rio de Janeiro. The composition and richness of the ant fauna from atlantic slope rain-forest in Marambaia island-RJ were assessed by the structured inventory in an area of 0.6 ha. Pitfalls traps and hand collecting were used for sampling ants in the litter and on vegetation from

  6. Genetic diversity in cassava landraces grown on farms in Alta Floresta-MT, Brazil.

    Science.gov (United States)

    Tiago, A V; Rossi, A A B; Tiago, P V; Carpejani, A A; Silva, B M; Hoogerheide, E S S; Yamashita, O M

    2016-09-02

    Brazil is considered one of the domestication centers of cassava (Manihot esculenta), containing a large part of the biological diversity and traditional knowledge of the species. The aim of the present study was to evaluate the genetic diversity of cassava landraces grown by farmers in the north of Mato Grosso State, Brazil, using inter simple sequence repeat (ISSR) molecular markers. The study was carried out in the municipality of Alta Floresta, MT, on farms located in two rural areas. Seventeen cassava landraces were selected. The DNA was extracted and polymerase chain reaction amplifications were performed using 15 ISSR primers. Genetic similarity estimates were calculated using Jaccard's index and the generated matrix was used for clustering the genotypes by using UPGMA and Tocher's methods. The 15 ISSR primers amplified 120 fragments, revealing 61.67% polymorphism. The polymorphism information content ranged from 0.04 to 0.61, averaging 0.39. The most similar genotypes were AF5 and AF8, whereas the least similar were AF1 and AF16. The UPGMA clustering method formed five groups. Group I included twelve landraces, Group II contained two, and the other groups contained one landrace each. Tocher's method resulted in six groups: 12 landraces clustered in one group, and the other groups each contained one landrace. The ISSR markers proved efficient in revealing genetic diversity among the cassava landraces. The landraces grown by farmers in the two rural areas of Alta Floresta have a great variability and, thus, can be exploited in programs for breeding and preservation of the species.

  7. Modelos de regressão para estimação do volume de árvores comerciais, em florestas de Paragominas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliana Nobre da Silva

    2014-10-01

    Full Text Available Em fevereiro de 2009, o Ministério do Meio Ambiente criou a Resolução CONAMA 406, que determina que, a partir do segundo Plano Operacional Anual (POA, só será aceito, pelo órgão ambiental competente, o cálculo do volume de árvores em pé, mediante equação de volume, desenvolvida especificamente para o Plano de Manejo Florestal Sustentável (PMFS. Em função disso, necessita-se especificar um modelo estatístico para estimar o volume comercial das árvores. Neste trabalho, ajustou-se o modelo estatístico às informações coletadas em povoamento de floresta Ombrófila densa, localizada no município de Paragominas, Estado do Pará, com o objetivo de selecionar o de melhor ajuste e precisão. A amostra foi composta de 234 árvores, distribuídas em sete classes diamétricas, com amplitudes de 12 cm, no intervalo de 49 até 127 cm. Obteve-se o volume real, medindo-se as circunferências nas secções, a cada 2 m, determinando-se o CAP e a altura comercial real. A seleção para a escolha do melhor modelo teve como referência o valor da estatística F, o mais alto coeficiente de determinação (R², o menor erro padrão da estimativa em percentagem (Syx% e a análise de resíduos, por meio do Desvio Médio Porcentual (DMP. Com base nas estatísticas mencionadas, concluiu-se que o melhor entre os modelos tradicionais, a ser empregado na área, foi o proposto por Schumacher-Hall. Finalmente, concluiu-se que o modelo alternativo, com variável dummy, é melhor e deve ser o adotado em florestas nativas da Amazônia.

  8. Estrutura fitossociológica, diamétrica e hipsométrica da comunidade arbórea de um fragmento de floresta atlântica no Município de Moreno, Pernambuco, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anderson Pedro Bernardina Batista

    2013-04-01

    Full Text Available Este trabalho teve como objetivo caracterizar a estrutura fitossociológica da comunidade arbórea da borda de um fragmento de floresta atlântica no município de Moreno, Pernambuco. O estudo foi desenvolvido em um fragmento de Mata Atlântica com área de aproximadamente 9 ha, pertencente à Fazenda Haras Casa Branca, localizado no município de Moreno, Pernambuco. Foram alocadas sistematicamente 10 parcelas de 10 x 25 m, equidistante em 20 m, distribuída em 2 linhas, a distância entre as linhas foi de 25 m, cada linha foi composta por 5 parcelas, totalizando 2500 m². As analises foram estabelecidas, com base no nível de inclusão com circunferência a altura do peito a 1,30 m do solo (CAP ≥ 15 cm e, os dados de altura (H através de estimativaspara o estudo fitossociológico. Para avaliar a diversidade florística em nível de espécie, utilizou-se o índice de Shannon (H’. No total, foram amostrados 247 indivíduos arbóreos, pertencentes a 23 famílias botânicas, 30 gêneros e 43 espécies. A Artocarpus heterophyllus Lam. e a Tapirira guianensis Aubl., foram as duas espécies que apresentaram o maior valor de importância respectivamente.  

  9. Estimativa do balanço de radiação por sensoriamento remoto de diferentes ssos de solo so sudoeste da Amazônia Brasileira / Estimative of radiation balance by remote sensing of different soil uses in the brazilian southern amazon

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Carlos da Silva

    2016-09-01

    Full Text Available Mudanças no uso do solo têm motivado pesquisas sobre a dinâmica de trocas radiativas e energéticas na Amazônia Brasileira que, por sua vez, geram demanda destas informações de superfície em escalas espaciais e temporais. Enquanto a medição destas trocas em torres micrometeorológicas fornece resultados pontuais, o sensoriamento remoto apresenta resultados acurados e de baixo custo para estimá-las em escala regional. Este estudo objetivou avaliar a distribuição espacial e temporal de estimativas de saldo de radiação e parâmetros biofísicos por sensoriamento remoto de diferentes usos do solo no sudoeste da Amazônia Brasileira. Foram selecionadas 04 áreas de solo coberto por floresta amazônica natural, floresta amazônica manejada, sistema silvipastoril e pastagem. O saldo de radiação, NDVI, índice de área foliar, albedo e temperatura radiométrica foram estimados pelo algoritmo SEBAL, usando imagens do sensor TM do satélite Landsat 5 em julho de 2009, 2010 e 2011. O NDVI, IAF, albedo e saldo de radiação apresentaram maiores valores na floresta natural, seguida por floresta manejada, sistema silvipastoril e pastagem. A temperatura radiométrica da superfície apresentou maiores valores para o sistema silvipastoril seguido por pastagem, floresta natural e floresta manejada.

  10. Piperaceae em um fragmento de floresta atlântica da Serra da Mantiqueira, Minas Gerais, Brasil

    OpenAIRE

    Monteiro, Daniele

    2013-01-01

    A Serra Negra localiza-se em Minas Gerais (21°58'24"S e 43°53'15"W), entre as Serras do Ibitipoca e o Maciço do Itatiaia, abrangendo uma área da Serra da Mantiqueira considerada prioritária para a conservação e investigação científica. Com o objetivo de ampliar o conhecimento florístico da região, foi realizado o tratamento florístico das Piperaceae ocorrentes. Foram registradas 34 espécies da família, a grande maioria em formações florestais, incluindo cânions. Contribuíram para a identifica...

  11. Incongruências na criação de unidades de conservação: um estudo de caso da “flona de açu”

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rodrigo de Almeida Leite

    2015-12-01

    Full Text Available Este artigo utiliza o método do estudo de caso para analisar a criação da Floresta Nacional de Açu, mais conhecida como Flona de Açu, localizada no município de Assú, Estado no Rio Grande do Norte. Observou-se que existem ilegalidades formais na criação da Flona de Açu que estão gerando conflitos de gestão de informação com os diversos órgãos ambientais (nível municipal, estadual e federal. Um exemplo disto foi a permissão da criação de uma Zona de Processamento de Exportação (ZPE na mesma área da Floresta. Desta forma, procura-se alertar que no caso da Flona de Açu, sua criação deveria ter ocorrido por um processo mais democrático, de forma a permitir uma melhor integração entre os diversos órgãos ambientais.

  12. Estimativa do coeficiente Priestley-Taylor em floresta monodominante Cambarazal no Pantanal Estimation of the Priestley-Taylor coefficient in the monospecific forest in northern Pantanal, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Sanches

    2010-12-01

    Full Text Available O coeficiente Priestley-Taylor (α foi calculado baseado na estimativa da evapotranspiração pelo método de Bowen para floresta monodominante Vochysia divergens no Pantanal, Brasil. A área em estudo estava localizada no noroeste do Pantanal a aproximadamente 160 km de Cuiabá, Mato Grossso, Brasil (16º39'50''S; 56º47'50''O. Medições micrometeorológicas contínuas, em uma torre a uma altura de 32 m de altura, foram feitas de janeiro a dezembro de 2007. A evapotranspiração variou de 2,50 mm dia-1 (estação seca a 4,10 mm dia-1 (estação úmida. O coeficiente Pristley-Taylor (α variou durante o ano com valores máximos e mínimos nas estações seca e úmida, respectivamente, com média anual de 0,65 ± 0,18 de acordo com o padrão climático da área em estudo em função do aumento do conteúdo de água no solo/lâmina d'água de inundação e/ou diminuição na demanda evaporativa. Com a determinação empírica das dimensões de α, as estimativas da evapotranspiração podem ser melhoradas para florestas de Vochysia divergens na planície de inundação do Pantanal.The Priestley-Taylor coefficient (α was calculated based on the Bowen method evapotranspiration estimative for Vochysia divergens monospecific forests in Pantanal, Brazil. The study area was located at the northeastern Pantanal, approximately 160 km from Cuiabá city, Mato Grosso State, Brazil (16º39'50''S; 56º47'50''W. Continuous micrometeorological flux measurements at a 32 m tower height were made from January to December of 2007. The evapotranspiration ranged from 2.26 mm day-1 (dry season to 4.50 mm day-1 (wet season. The average estimated α value ranged along the year from a maximum and a minimum during the dry and wet season respectively, with an annual average of 0.65±0.18 according to the weather pattern over the study area due to the increase of water content in soil/water flooding depth and/or decrease in evaporative demand. Based on empirical α values

  13. Estrutura e classificação de um remanescente de floresta ripária no município de Lages, SC

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André Rosalvo Terra Nascimento

    2011-06-01

    Full Text Available Este estudo objetiva descrever a diversidade e investigar aspectos da classificação de um remanescente de floresta ripária na região de Lages, estado de Santa Catarina. Usando o método de parcelas foram alocadas vinte e cinco unidades amostrais ao longo do curso de água, sendo mensuradas todas as espécies arbóreas com diâmetro à altura do peito (DAP maior ou igual a 5 cm. A comunidade apresentou um dossel multiestratificado com espécies emergentes de grande porte e uma riqueza de 67 espécies arbóreas. A distribuição em diâmetro evidenciou uma comunidade autoregenerativa, com um grande número de indivíduos de pequenos diâmetros, os quais juntamente com as árvores de grande porte, somaram altos valores de área basal e densidade por hectare. A classificação separou os trechos mais desenvolvidos com maior área basal e complexidade com a presença de Cabralea canjerana e Myrcia hatschbachii dos trechos mais instáveis e com presença das espécies mais generalistas Celtis iguanaea e Ilex brevicuspis, denotando uma grande variabilidade ambiental nesse tipo de floresta.

  14. Culicidae (Insecta: Diptera em área de Floresta Atlântica, no Estado do Paraná, Brasil = Culicidae (Insecta: Diptera in areas of Atlantic Forest, Paraná State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Félix do Anjos

    2008-01-01

    Full Text Available A alteração da paisagem natural pode gerar mudanças que favorecem odesenvolvimento e proliferação de determinadas espécies de Culicidae, em detrimento de outras que se deslocam para outros locais ou são extintas. Baseando-se nestas mudanças, algumas espécies podem ser utilizadas como bioindicadores do grau de degradação ambiental. O presente estudo tem como objetivo analisar a composição e riqueza deCulicidae, em dois ambientes em área de Floresta Atlântica, e avaliar se as espécies encontradas indicam o grau de preservação dos fragmentos estudados. As coletas foram realizadas em dois ambientes, denominados Carvalho e Trilha, em área de Floresta Atlântica(Mananciais da Serra, no Estado do Paraná - Brasil, nos meses de dezembro/2002 a maio/2003, utilizando-se um aspirador elétrico manual. Foram identificadas 48 espécies de 636 espécimes de Culicidae. A composição taxonômica e riqueza das espécies de Culicidaediferenciaram-se entre os ambientes estudados, provavelmente, influenciadas pelo estado de preservação dos fragmentos florestais. Os maiores valores de riqueza observados no Carvalho, assim como o predomínio das espécies da tribo Sabethini e Kerteszia sugeremreduzida ação antrópica neste fragmento florestal. De modo contrário, a composição das espécies e os menores valores de riqueza observadas na Trilha indicam grau alto de degradação ambiental.Modifications in the landscape can lead to the development and proliferation of some Culicidae species, in detriment of others. As a result, some species may be forced to move to other places or become locally extinct. Based on these changes, some species can beused as bioindicators of environmental degradation. The aim of this study was to assess Culicidae composition and richness in two Atlantic Forest sites (Carvalho and Trilha; State of Paraná, Brazil, and to evaluate whether they can be used as indicators of environmental degradation of these sites

  15. Propagules removal in fragments of native forest and in reforested areas in an Araucaria Forest region of Paraná State Remoção de propágulos em fragmento de floresta nativa e reflorestamentos numa região de Floresta Ombrófila Mista do estado do Paraná

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Yves Rafael Bovolenta

    2011-06-01

    Full Text Available A question that has been discussed is the role that reforestations with exotic species in native fauna and several studies have shown that removal of propagules is lower in these environments. This study compared the removal rate of propagules (araucaria seeds, peanuts, corn from areas of native forest (FN, reforestations of Pinus taeda L. (RP, Eucalyptus saligna Sm. (RE and Araucaria angustifolia (Bertol Kuntze (RA. In FN all propagules were removed. There was no difference in the removal of araucaria seeds between FN and RA, and removal rate in both areas differ from the removal rate in the RP and RE. In RP there was high removal of peanuts, while the RE showed the lowest value of removal of the three propagules. The low removal rates in reforestation of pine and eucalyptus reflect the decreased exploitation of these habitats for wildlife, which may be related to a poorly structured understory. Uma questão que tem sido discutida é o papel das monoculturas florestais exóticas na manutenção da fauna nativa e vários estudos têm mostrado que a remoção de propágulos é menor nesses ambientes. O presente trabalho comparou a taxa de remoção de propágulos (pinhão, amendoim, milho entre áreas de Floresta Nativa (FN, Reflorestamentos de Pinus taeda L. (RP, de Eucalyptus saligna Sm. (RE e Araucaria angustifolia (Bertol Kuntze (RA. Na FN, todos os propágulos foram removidos e não houve diferença significativa na remoção de pinhão entre a FN e o RA. A remoção de propágulos nessas áreas diferiu da remoção no RP e RE. No RP, houve alta remoção de amendoim, enquanto que o RE apresentou os menores valores de remoção dos três propágulos. As baixas taxas de remoção nos reflorestamentos de pinus e eucalipto refletem a menor exploração desses habitas pela fauna, o que pode estar relacionado com um subosque pouco estruturado.

  16. Avaliação da Composição Centesimal, Mineral e Teor de Antocianinas da Polpa de Juçaí (Euterpe edulis Martius

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leilson de Oliveira Ribeiro

    2015-07-01

    Full Text Available A polpa de juçaí, fruto da palmeira juçara (Euterpe edulis Martius encontrada nas áreas da Mata Atlântica e a polpa de açaí, fruto da palmeira juçara (Euterpe oleracea Martius cultivado na Floresta Amazônica, foram caracterizadas obtendo assim sua composição centesimal, mineral e também seu teor de antocianinas. Com os resultados obtidos foi possível fazer um estudo comparativo da concentração de antocianinas das duas polpas congeladas e verificar a importância do consumo destes alimentos, classificados como funcionais, devido às propriedades antioxidantes de suas antocianinas no combate dos radicais livres no organismo humano.

  17. Densidade e composição florística do banco de sementes do solo de fragmentos de floresta de restinga no município de Bertioga–SP. Density and floristic composition of soil seed bank from fragments of restinga forest in Bertioga–SP.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela GUEDES

    2005-12-01

    Full Text Available O trabalho foi realizado em doisfragmentos de floresta de restinga (floresta derestinga inundável e floresta de restinga nãoinundável no município de Bertioga (46º08’W e23º51’S, Estado de São Paulo, em uma área comextensão total aproximada de 300 ha, pertencenteao condomínio residencial Riviera de SãoLourenço. Para a caracterização do banco desementes, foram realizadas coletas de solo ao acasodurante dois períodos (agosto de 2001 e março de2002, em uma área superficial de 20 cm x 20 cma uma profundidade de 0 a 5 cm, em 48 pontos.A densidade total do banco de sementes da coletade agosto de 2001 foi de 4,16 sementes/m2 para afloresta de restinga inundável e 1,04 sementes/m2para a floresta de restinga não inundável; já nacoleta de março de 2002 estes valores foram de21,87 sementes/m2 e 3,12 sementes/m2,respectivamente. Esses resultados demonstram apequena contribuição do banco de sementes naregeneração natural das formações estudadas.The present study was performed in tworestinga forest fragments (flooded restinga forestand unflooded restinga forest at Riviera de SãoLourenço joint ownership, Bertioga, state of SãoPaulo (23º49’S e 46º02’W. The seed bank wasevaluated by means of 48 samples with 20 cm x 20 cm,at 5 cm depth. This collect was carried outin two periods: August/2001 and March/2002.The total density of seeds collected in August/2001was of 4.16 seeds/m2 (flooded restinga forestand 1.04 seeds/m2 (unflooded restinga forest;in March/2002, these values were of 21.87 seeds/m2and 3.12 seeds/m2, for each studied area. These resultsdemonstrate the low contribution of the seed bankin the natural regeneration of the studied areas.

  18. Sistemas de integração lavoura-pecuária-floresta em Minas Gerais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Miguel Marques Gontijo Neto

    2014-02-01

    Full Text Available Os sistemas de integração de atividades, em propriedades agropecuárias, possibilitam uma série de efeitos positivos à produção, à região e, principalmente, aos agricultores. Nesse sentido, destacam-se os benefícios da integração lavoura-pecuária-floresta, em Minas Gerais, onde boa parte dos agricultores pratica a monocultura e depende da versatilidade de produção para manutenção das atividades nos campos. No artigo abaixo, são discutidos aspectos relacionados à produção integrada de culturas anuais, como milho, soja, feijão, arroz, sorgo e milheto, com espécies florestais e forrageiras, visando à produção dos grãos, manutenção da oferta de alimento para o gado, por período maior, e produção de madeira. As técnicas apresentadas levam em consideração características das propriedades, fatores agronômicos, econômicos e sociais. Além dos ganhos técnicos, as propriedades com atividades integradas contribuem para a sustentabilidade de produção e para o bem estar social no meio agrícola, uma vez que há proteção a recursos do meio ambiente, como a água, a microbiota edáfica benéfica, insetos, outros organismos que atuam como inimigos naturais, dentre outros. Adicionalmente, as atividades possibilitam a otimização na utilização dos recursos da propriedade, principalmente a mão-de-obra. São apresentados resultados de pesquisas recentes que comprovam os pontos positivos, assim como detalhes técnicos sobre os organismos estudados e futuros sistemas de manejo, aplicação e manutenção da tecnologia.

  19. GPR para a verificação do nível d'água subterrânea em transição floresta amazônica e cerrado Ground Penetratin Radar (GPR water level monitoring study of a mature transitional tropical forest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tânia Helena Marcelino

    2005-09-01

    Full Text Available Um estudo do monitoramento do nível de água foi realizado com medidas diretas e com Radar de Penetração no Solo (GPR em uma floresta tropical de transição para o cerrado. Três poços de monitoramento do nível de água foram instalados durante 2001/2002 em três locais diferentes: o primeiro em uma área de floresta permanente, outro em área de floresta manejada e outra em uma área de pasto. Os perfis de GPR mostram que o nível do topo do lençol freático aparece como um refletor horizontal forte em março e em agosto de 2002, e como um refletor fraco durante medidas em maio e outubro de 2001 com descontinuidades devido a diversas lentes de solo laterítico no solo. O topo do lençol de água é facilmente confundido com a presença de tais lentes. A umidade do solo teve uma influência nestes sinais da reflexão, mudando a constante dielétrica do solo. A profundidade do topo do lençol da água variou 1,8 m sob a floresta permanente, 0,9 m sob a floresta manejada e 3,7 m sob o pasto.A Ground Penetratin Radar (GPR water level monitoring study of a mature transitional tropical forest is presented. Three water tables monitoring wells were installed during 2001/2002 at three different sites: under permanent forest, under managed forest and pasture. The GPR profiles show that the water table appears as a strong horizontal reflector in March and August, 2002,and as a weak, discontinuous reflector during measurements in May and October 2001. Due to several laterite lenses in the soil, the water table can easily be mistaken in place of such lenses. Soil moisture had an influence on these reflection signals, changing the dielectric constant of soil. The depth of the water table varied 1.8 m under permanent forest, 0.9 m under management forest and 3.7 m under pasture.

  20. Florística e estrutura de um fragmento de Floresta Ombrófila Mista no Planalto Catarinense

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carine Klauberg

    2010-04-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2010v23n1p35 O Planalto Catarinense constitui-se em uma importante região estratégica para estudos referentes à conservação, em função da ocorrência de remanescentes de Floresta Ombrófila Mista e por ser uma área de recarga e afloramento do aquífero Guarani. Com o objetivo de avaliar a similaridade florística entre diferentes áreas amostrais e descrever a estrutura do componente arbóreo, foram alocadas, no Parque Natural Municipal de Lages, SC, quatro parcelas permanentes (40 x 40m e cada uma foi dividida em 16 unidades amostrais de 10 x 10m. Árvores com DAP ≥ 5cm foram mapeadas, marcadas e mensuradas. Os espécimes foram coletados, identificados e depositados em herbário. Foram amostradas 46 espécies distribuídas em 39 gêneros e 27 famílias. As famílias mais ricas em espécies foram Myrtaceae, Lauraceae, Salicaceae e Sapindaceae as quais apresentaram alta densidade, assim como Dicksoniaceae e Clethraceae. Sete espécies somaram mais de 60% do total de indivíduos amostrados. A diversidade específica (H’ foi de 3,05 nats.ind-1 (J’= 0,81. A similaridade entre as parcelas foi de 32 a 44%, indicando baixa semelhança entre as parcelas estudadas. A distribuição espacial da maioria das espécies é classificada como agregada, conforme o índice de Morisita. Esta floresta é considerada rica e diversa, com espécies arbóreas ameaçadas de extinção tais como Araucaria angustifolia e Dicksonia sellowiana. Devido à grande importância ecológica para a flora e fauna local e o processo de fragmentação na região, este remanescente florestal deve ser protegido e conservado, visto que ainda ocorrem interferências antrópicas negativas.

  1. CULTIVO DE MILHO SOB INFLUÊNCIA DE RENQUES DE PARICÁ EM SISTEMA DE INTEGRAÇÃO LAVOURA-PECUÁRIA-FLORESTA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arystides Resende Silva

    2015-07-01

    Full Text Available A utilização de sistemas de integração Lavoura-Pecuária-Floresta (iLPF tem aumentado em função deste sistema proporcionar produção mais eficiente de alimento e madeira de forma sustentável com uma maior produção por área. O sucesso desses sistemas está relacionado com alguns fatores, como o cultivo de espécies tolerantes ao sombreamento e práticas de manejo que permitam a sua produtividade. O objetivo deste trabalho foi avaliar o milho BRS 1030 cultivado sob influência de renques de paricá (Schizolobium amazonicum em sistema de integração Lavoura-Pecuária-Floresta. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados, com 4 repetições. Os tratamentos foram compostos por cultivo de milho consorciado com forragem (Brachiaria ruziziensis em parcelas distantes 2,5 m, 5 m e 10 m em relação à linha de plantio do paricá com 3 anos de cultivo. Avaliou-se a altura de planta e espiga, a produção de grãos e estande de plantas. As variáveis altura de planta e altura de espiga não apresentaram diferença significativa em função da distância entre os renques de árvores. O sombreamento dos renques de paricá não afetou a produtividade de grãos (kg.ha-1 e saca.ha-1 do milho quando comparado as distâncias entre os renques de árvores e as linhas da cultura. Os renques de paricá com três anos de cultivo na área de estudo não afetou o desenvolvimento do milho em consórcio com forragem.

  2. Variações na composição e estrutura da vegetação permitem detectar agrupamentos florísticos em uma Floresta Subtropical Atlântica no Sul do Brasil?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Paulo de Maçaneiro

    2016-12-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2016v29n4p43 As variações da vegetação em função da posição topográfica têm despertado o interesse dos pesquisadores. Entretanto, poucos estudos verificaram as associações florísticas formadas pela posição topográfica de uma encosta. Neste trabalho, analisamos se as variações na vegetação permitem detectar agrupamentos florísticos em uma Floresta Pluvial Subtropical. A vegetação foi amostrada em 25 parcelas de 400 m² distribuídas sistematicamente, onde foram medidos os indivíduos com DAP ≥ 5,0 cm. Amostramos 1.727 indivíduos e 144 espécies. A ordenação NMDS segregou três grupos em função da posição topográfica da encosta (Monte Carlo, P ≥ 0,05; ANOSIM, P < 0,001. Euterpe edulis e Sloanea guianensis se destacaram nos terços inferior e médio da encosta, enquanto Ocotea aciphylla e Alchornea triplinervia se destacaram no terço superior. Algumas espécies se mostraram indicadoras dos setores analisados, como é o caso de Actinostemon concolor e Alsophila setosa no terço inferior, Cyathea corcovadensis e Rudgea recurva no terço médio e Myrcia pulchra e Podocarpus sellowii no terço superior. Nossos resultados indicaram que as variações florísticas e estruturais observadas por Veloso e Klein (1959 e Klein (1980; 1984 para o Vale do Itajaí em Santa Catarina apresentam validade estatística nos dias atuais, pois verificamos a formação de diferentes grupos de acordo com a posição topográfica da encosta.

  3. Impactos do avanço da soja no balanço de radiação no leste da Amazônia Impacts of soybean expansion on radiation balance in eastern Amazon

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Jorge de Oliveira Ponte de Souza

    2013-06-01

    Full Text Available O desmatamento da Amazônia, em especial para o uso da pecuária, tem sido explorado por diversos pesquisadores, os quais têm apontado como conseqüência, sérios problemas ambientais. O contínuo avanço da fronteira agrícola sobre as áreas de pecuária na Amazônia, e mesmo sobre áreas nativas, merece atenção pelo fato de poucos estudos terem sido realizados com o intuito de investigar quais os prováveis impactos ambientais da presença da monocultura da soja na região. Este trabalho teve como objetivo avaliar os impactos nos componentes do balanço de radiação devido à nova mudança no uso da terra em uma área de avanço da fronteira agrícola no leste da Amazônia. Realizaram-se experimentos micrometeorológicos no município de Paragominas-PA em uma área de cultivo de soja (Glycine max (L. Merrill e em uma área do ecossistema florestal localizada na Floresta Nacional de Caxiuanã em Melgaço-PA nos anos de 2006 e 2007. Durante o ciclo da soja o impacto médio encontrado representou uma redução 17,9% no saldo de radiação em relação ao ecossistema de floresta natural. Durante a entressafra observou-se um impacto negativo no saldo de radiação de 15,5%. Os principais forçantes deste impacto foram o maior albedo da soja e a perda de radiação de onda longa em relação à cobertura original. Ressalta-se que apesar do maior impacto ocorrer durante o ciclo da cultura, o tempo de ocorrência deste impacto negativo restringe-se a apenas 1/3 do ano, o que, implica em maior impacto da entressafra no saldo de energia em termos cumulativos.The deforestation of the Amazon, especially for pasture use, has been explored by several researchers who have pointed out as a consequence, serious environmental problems. The continuous expansion of agriculture on areas of cattle ranching in the Amazon, as well as on native areas, must be seen with caution since few studies have been conducted in order to investigate which probable

  4. Plano de Fortalecimento da Gestão do Turismo (PFGT: uma avaliação ex ante no município de Nísia Floresta (RN

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Richard Medeiros de Araújo

    2012-02-01

    Full Text Available Atualmente, o Plano de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur vem procurando fortalecer institucionalmente os destinos turísticos, a fim de garantir a ampliação e a continuidade das melhorias estruturais já realizadas quando da primeira fase do programa governamental, e ao mesmo tempo dotar os municípios de uma gestão pública mais eficiente, em que deverá também considerar o turismo como o eixo central na formulação e gerenciamento das políticas públicas municipais com foco no desenvolvimento local. Para tanto, o Prodetur lançou, no Rio Grande do Norte, o Plano de Fortalecimento da Gestão do Turismo, do Patrimônio Natural e Cultural em 2009. A pesquisa objetiva avaliar, de forma ex ante, a viabilidade da implementação do referido plano governamental no município de Nísia Floresta (RN. Adotaram-se as seis dimensões do modelo teórico de Draibe (2001 conjugadas com o modelo de Neves (1996 para conduzir a pesquisa. Metodologicamente, optou-se por uma abordagem qualitativa, na qual foram buscadas análises de documentos como o diagnóstico estratégico, o plano de ação proposto e realização de entrevistas semiestruturadas com alguns secretários municipais. Usou-se a análise de conteúdo como técnica de tratamento dos conteúdos das entrevistas e foram feitas observações não participantes. Assim foi possível desenhar a pesquisa avaliativa, caracterizando o momento administrativo e político atual e como esse desenho poderia interferir na implementação do plano avaliado. Conclui-se que o município não apresenta condições institucionais suficientes para a implementação do Plano Governamental financiado com recursos federais.

  5. Estrutura da vegetação arbórea de um remanescente ecotonal urbano floresta-savana no Parque do Sabiá, em Uberlândia, MG Tree vegetation structure in an urban forest-savanna ecotone remnant, southeastern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Frederico Augusto Guimarães Guilherme

    2007-04-01

    Full Text Available Neste estudo, avaliou-se a estrutura do componente arbóreo de manchas de vegetação correspondentes à Floresta Estacional Semidecidual e dois cerradões, inseridas em um remanescente urbano composto também por uma mancha de mata de brejo. O levantamento compreendeu 1,32 ha, onde todos os indivíduos com perímetro à altura do peito > 5 cm foram amostrados. Registraram-se 141 espécies, distribuídas em 46 famílias botânicas, com diversidade de Shannon de 3,99. Fabaceae apresentou a maior riqueza de espécies no levantamento, corroborando o padrão encontrado em outros estudos sobre o bioma Cerrado. Maprounea guianensis teve os maiores valores relativos de densidade, freqüência e dominância no remanescente. A floresta estacional apresentou a maior riqueza florística e espécies características dessa formação, em comparação com demais pesquisas. Hirtella glandulosa apresentou o maior valor de importância no cerradão 2, o que evidencia a existência de um solo distrófico nessa fisionomia. Características estruturais similares entre o cerradão 2 e a floresta estacional e diversidade florística significativamente maior no cerradão 2 do que no cerradão 1, além da presença de espécies típicas de matas de brejo e floresta estacional no cerradão 2, evidenciavam áreas de transição no remanescente. No cerradão 1 foram registrados poucos indivíduos arbóreos nas menores classes de diâmetro. Isso provavelmente se deva às perturbações antrópicas constantes e variadas, indicando a necessidade de ações preventivas para a conservação e manejo desse patrimônio biológico.The study evaluated the tree component structure of vegetation fragments consisted of semideciduous forest, two woody savannas (cerradão, inserted in an urban forest remnant, also consisting of a fragment of swamp forest. The survey comprised 1.32 hectares, where all trees with ³ 5 cm perimeter at breast height were recorded. A total of 141 species

  6. Padrões das síndromes de dispersão de plantas em áreas com diferentes graus de pluviosidade, PE, Brasil Patterns of dispersal syndromes of plants in areas with different total rainfall, Pernambuco State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Carolina Nunes Alves da Silva

    2009-12-01

    Full Text Available Este trabalho objetivou descrever as proporções de síndromes de dispersão em três remanescentes de vegetação nativa com distintos totais pluviométricos e número de meses secos. Durante três anos, foram coletados mensalmente frutos e diásporos de 107 espécies, os quais foram analisados e descritos. As áreas com precipitação inferior a 700 mm/ano (Floresta e Caruaru assemelham-se em todas as síndromes de dispersão analisadas (autocoria, anemocoria e zoocoria, enquanto que Tapacurá (precipitação média anual de 1299 mm distancia-se principalmente pela zoocoria, que variou de 29% (Floresta a 51% (Tapacurá. Em termos de estratificação vertical das síndromes de dispersão, houve maior proporção de zoocoria no sub-bosque de Tapacurá, enquanto que nas áreas mais secas (Floresta e Caruaru a autocoria e anemocoria foram representativas no dossel. Este trabalho mostra que, associados à diminuição da pluviosidade, os vetores abióticos tornam-se mais importantes e que as proporções das síndromes de dispersão variam de acordo com a estratificação.This study aimed to describe the proportion of dispersal syndromes in three remnants of native vegetation with distinct total rainfall and number of dry months. During three years of monthly sampling we collected and described fruits and diaspores of 107 species. The areas with precipitation less than 700 mm/year (Floresta and Caruaru showed similar proportions of dispersal syndromes (autochory, anemochory and zoochory, whereas Tapacurá (mean annual precipitation 1300 mm was distinguished mainly by zoochory, which varied from 29% (Floresta to 51% (Tapacurá of the species. The distribution of dispersal syndromes along a vertical gradient showed a higher proportion of zoochory in the understory of more humid areas such as Tapacurá, while in drier areas (Floresta and Caruaru autochory and anemochory were more representative in the canopy. These results indicate that the abiotic

  7. Similaridade entre Adultos e Regenerantes do Componente Arbóreo em Floresta com Araucária

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Manoela Drews de Aguiar

    2017-08-01

    Full Text Available RESUMO O estudo objetivou inventariar o componente arbóreo regenerante em uma floresta no Planalto Sul de Santa Catarina e compará-lo ao componente adulto da mesma área. Foram alocadas 25 parcelas, onde os regenerantes e adultos foram identificados e quantificados. Foi calculado o Índice de Regeneração Natural Total (RNT de cada espécie. Para verificar a similaridade entre os componentes, foi utilizada a Análise de Similaridade e o índice de Jaccard. Foram amostrados 503 regenerantes, pertencentes a 58 espécies e 29 famílias. Myrtaceae foi a família de maior riqueza (13. Leandra regnelli (Triana Cogn., Myrcia splendens (Sw. DC. e Miconia cinerascens Miq. apresentaram os maiores valores de RNT. Houve elevada dissimilaridade entre regenerantes e adultos, sendo que 37,5% das espécies do componente adulto não tiveram representantes na regeneração natural. Conclui-se que existe uma baixa capacidade regenerativa da maior parte das espécies, o que pode estar associado à presença de gado na área.

  8. Composição florística e estrutura fitossociológica de dois fragmentos de floresta de restinga no Município de Bertioga, SP, Brasil Floristic and phytosociological analysis of two fragments of restinga forest in Bertioga, São Paulo State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Guedes

    2006-06-01

    Full Text Available O presente trabalho foi realizado em dois fragmentos de floresta de restinga (floresta inundável e floresta não inundável no Município de Bertioga, Estado de São Paulo, em uma área com extensão total aproximada de 3.000.000 m², pertencente ao condomínio residencial Riviera de São Lourenço. Para o levantamento fitossociológico foram instaladas 48 parcelas de 10×10 m distribuídas em blocos de 20×30 m e de 10×30 m, onde foram amostrados todos os indivíduos lenhosos com perímetro do caule à altura do peito (PAP igual ou superior a 10 cm. Foram levantados 893 indivíduos distribuídos em 83 espécies e 31 famílias. As espécies da floresta não inundável com maior valor de importância (VI foram: Manilkara subsericea (Mart. Dubard, Amaioua intermedia Mart. ex K. Schum., Didymopanax angustissimum A. Sampaio, Miconia cubatanensis Hoehne, Euterpe edulis Mart., Syagrus pseudococos (Raud. Glassm., Bactris setosa Mart., Guarea macrophylla Vahl. e Nectandra oppositifolia Ness & Mart. ex Mez. e na floresta inundável: Eriotheca pentaphylla (Vell. emend K. Schum. A. Robyns, Calophyllum brasiliense Cambess., Syagrus pseudococos, Tabebuia cassinoides (Lam. DC., Manilkara subsericea, Tabebuia obtusifolia (Cham Bureau, Didymopanax angustissimum, Sloanea guianensis (Aubl. Benth. e Amaioua intermedia. O índice de diversidade de Shannon (H' foi de 3,50 nats/ind. para a floresta inundável e 3,70 nats/ind. para a floresta não inundável.A phytosociological investigation in two fragments of restinga forest (flooded and nonflooded in Riviera de São Lourenço complex, Bertioga, São Paulo, was carried out. Each fragment in the phytosociological survey was studied using 10×10 m plots. These plots were distributed in blocks of 20×30 m and 10×30 m, for a total area of 4,800 m². The 893 individuals sampled in both fragments were distributed in 83 species and 31 families. The species with highest importance values (IV in the flooded restinga

  9. RECEITA/CUSTO DA ATIVIDADE DE EXPLORAÇÃO FLORESTAL EM UM PLANO DE MANEJO FLORESTAL SUSTENTÁVEL NA AMAZÔNIA – ESTUDO DE CASO

    OpenAIRE

    Bona, Diego Antonio Ottonelli de; Universidade Federal do Espírito Santo - UFES; Silva, Diego Armando Silva da; Universidade Federal do Espírito Santo - UFES; Pinheiro, Leonardo Luis; Universidade Federal do Espírito Santo - UFES; Silva, Evandro Ferreira da; Universidade Federal do Espírito Santo - UFES; Chichorro, José Franklim; Universidade Federal do Espírito Santo - UFES; Basso, Mateus; Universidade Federal do Espírito Santo - UFES

    2015-01-01

    A Floresta Amazônica devido a sua grande importância econômica e ecológica ganhou destaque mundial, dessa forma o manejo florestal sustentável tornou-se foco na comunidade cientifica, visando o desenvolvimento econômico, social e ambiental. A análise da viabilidade econômica do manejo florestal é uma importante ferramenta, que visa determinar o lucro do manejo florestal sobre o recurso floresta, para produção de madeira sob técnicas de manejo florestal sustentável. Assim, o objetivo do estudo...

  10. “Uma floresta tocada apenas por homens puros...” ou do que aprendemos com os discursos contemporâneos sobre a amazônia

    OpenAIRE

    Shaula Maíra Vicentini de Sampaio

    2012-01-01

    A presente tese reflete sobre uma rede discursiva a partir da qual são produzidas (e ensinadas) algumas verdades sobre a floresta amazônica, entre as quais está o entendimento de que as populações designadas tradicionais apresentam modos de habitar esse espaço e de se relacionar com a natureza dessa região considerados mais adequados e sustentáveis. Dessa forma, o argumento central que o estudo desenvolve é que a noção de sustentabilidade atua como um dispositivo estratégico na constituição e...

  11. The Late Holocene upper montane cloud forest and high altitude grassland mosaic in the Serra da Igreja, Southern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    MAURÍCIO B. SCHEER

    2013-06-01

    Full Text Available Many soils of the highlands of Serra do Mar, as in other mountain ranges, have thick histic horizons that preserve high amounts of carbon. However, the age and constitution of the organic matter of these soils remain doubtful, with possible late Pleistocene or Holocene ages. This study was conducted in three profiles (two in grassland and one in forest in Serra da Igreja highlands in the state of Paraná. We performed δ13C isotope analysis of organic matter in soil horizons to detect whether C3 or C4 plants dominated the past communities and 14C dating of the humin fraction to obtain the age of the studied horizons. C3 plants seem to have dominated the mountain ridges of Serra da Igreja since at least 3,000 years BP. Even though the Serra da Igreja may represents a landscape of high altitude grasslands in soils containing organic matter from the late Pleistocene, as reported elsewhere in Southern and Southeastern Brazil, our results indicate that the sites studied are at least from the beginning of the Late Holocene, when conditions of high moisture enabled the colonization/recolonization of the Serra da Igreja ridges by C3 plants. This is the period, often reported in the literature, when forests advanced onto grasslands and savannas.Muitos solos dos picos da Serra do Mar, como em muitas outras serras, apresentam horizontes hísticos espessos com elevados estoques de carbono. No entanto, a idade e constituição da matéria orgânica destes solos ainda é pouco conhecida e não se sabe se é predominantemente proveniente de comunidades de plantas do final do Pleistoceno ou do Holoceno. Este estudo foi realizado em três perfis, dois em campos altomontanos sobre Organossolos (1.335 m s.n.m e um em um colo (ponto de sela, onde a floresta altomontana sobre Gleissolos alcança seu patamar mais alto (1.325 m s.n.m. Foram realizadas análises isotópicas (δ13C da matéria orgânica de horizontes do solo para saber se plantas C3 ou C4 dominaram

  12. Arbuscular mycorrhizal fungal communities in native and in replanted Araucaria forest Comunidades de fungos micorrízicos arbusculares em floresta nativa e replantada de Araucária

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Milene Moreira

    2009-10-01

    Full Text Available Araucaria angustifolia is an important Brazilian conifer, but it is endangered of extinction due to excessive logging. The objective of the present case study was to survey data on the diversity of AMF in Araucaria angustifolia forests, and to learn whether it is possible to discriminate between the AMF communities associated with natural, introduced, and impacted-by-anthropogenic-action ecosystems. Three ecosystems representative of the Campos do Jordão (São Paulo State, Brazil region were selected, as follows: (i a native climax forest, with predominance of Araucaria trees, without anthropogenic interference (NF, (ii Araucaria forest introduced in 1959 (RE, and (iii Araucaria forest introduced in 1958, submitted to accidental fire in July 2001 (RF. Sampling of rhizosphere soil was performed at a 0-20 cm depth around each Araucaria tree, and 2 m from the trunk, in the months of May and October, 2002. AMF spores were separated from the soil, counted, and taxonomically identified, while the roots were evaluated for mycorrhizal colonization. The ecological indices R (Richness, Is (Simpson's dominance index and H (Shannon's diversity index were calculated. All the data were submitted to univariate (two-way ANOVA and correspondence analysis (CA. Considering both samplings and the three areas, twenty-six AMF species were found, distributed among five genera, Acaulospora and Glomus being the most frequent ones. There were no differences among the three areas for R, Is, and H. CA demonstrated that there is a spatial separation among the three areas, and the AMF that preferentially associated with each area.A Araucaria angustifolia é uma importante conífera brasileira, mas encontra-se ameaçada de extinção. Levantaram-se dados sobre a diversidade de fungos micorrízicos arbusculares (FMAs em florestas de Araucaria angustifolia, visando a discriminar entre as comunidades de FMAs associadas com ecossistemas natural, implantado e impactado pela a

  13. Biodiversity and distribution of arbuscular mycorrhizal fungi in Araucaria angustifolia forest Biodiversidade e distribuição de fungos micorrízicos arbusculares em floresta de Araucaria angustifolia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Milene Moreira

    2007-08-01

    Full Text Available Araucaria angustifolia (Bert. O. Ktze. is an endangered Brazilian coniferous tree that has been almost exterminated in the native areas because of uncontrolled wood exploitation. This tree has been shown to be highly dependent on arbuscular mycorrhizal fungi (AMF and, therefore, AMF may be essential for forest sustainability and biological diversity. Root colonization, density and diversity of AMF spores were assessed in two Araucaria forest stands at the State Park of Alto Ribeira (PETAR, at two sampling dates: May and October. A comparison was made between a mature native stand composed of Araucaria trees mixed into a variety of tropical trees and shrubs, without any sign of anthropogenic interference (FN and an Araucaria stand planted in 1987 (R, which has been used as a pasture. Assessments included percent root colonization, AMF spore numbers and species richness, Simpson's dominance index (Is, and Shannon's diversity index (H. Mycorrhizal root colonization did not differ between ecosystems in May. In October, however, the native stand (FN presented a higher colonization than the planted forest (R, and the root colonization was more intense than in May. When considering both sampling periods and forests, 27 species of AM fungi, with higher numbers of spores in FN than in R were found. Canonical discriminant analysis (CDA indicated Shannon's diversity index as the ecological attribute that contributed the most to distinguish between forest ecosystems, with higher value of H in FN in relation to R. CDA showed to be a useful tool for the study of ecological attributes.O pinheiro brasileiro, Araucaria angustifolia (Bert. O. Ktze é uma espécie arbórea ameaçada de extinção, quase exterminada pela exploração descontrolada de madeira. Essa espécie demonstra alta dependência de fungos micorrízicos arbusculares (FMA, de grande importância para a estabilidade do ecossistema e manutenção da biodiversidade. Avaliou-se a coloniza

  14. Variações espaço-temporais no estoque de sementes do solo na floresta amazônica Space-time variations in soil seed stock in an amazon rainforest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Niwton Leal Filho

    2013-09-01

    Full Text Available A dispersão eficiente, a longevidade e a capacidade das sementes de permanecer em estado latente a espera de condições adequadas de germinação no banco de sementes do solo da floresta garantem a presença de espécies arbóreas pioneiras nas áreas perturbadas. As variações estacionais e espaciais na densidade e na composição florística do banco de sementes em Florestas Tropicais Úmidas são assuntos ainda pouco compreendidos. Este trabalho verificou a existência de modificações espaço-temporais do banco de sementes presente em áreas de Floresta Tropical úmida localizadas próximas a Manaus, AM. Em cada uma das seis áreas estudadas, foram coletadas 40 amostras circulares de solo superficial (10 cm de diâmetro e 2 cm de profundidade ao acaso. Essas amostras foram coletadas a cada dois meses, entre agosto/2004 e junho/2005,. As amostras de solo foram distribuídas em bandejas em casa de vegetação e a emergência das sementes presentes no solo foi acompanhada por 4 meses. Houve uma redução significativa (H: 14,09, p The dispersion efficiency, longevity and the ability of seeds to remain latent waiting for suitable conditions for germination in the forest soil seed bank ensures the presence of pioneer tree species in disturbed areas. The seasonal and spatial variations in the density and floristic composition of the seed bank in tropical rainforests is a subject still little understood. This work verified the existence of spatio-temporal changes of the seed bank present in areas of humid tropical rain forest located near Manaus, Amazonas. In each of the six study areas, 40 circular samples of topsoil (10 cm in diameter and 2 cm deep were randomly collected every two months, from August 2004 to June/2005. Inside a greenhouse, the collected soil samples were distributed in trays and the emergence of seeds present in the soil was accompanied during four months. There was a significant reduction (H: 14.09112, p <0.05 in the mean

  15. Herpetofauna em um fragmento de Floresta Atlântica no Estado da Paraíba, Região Nordeste do Brasil

    OpenAIRE

    Gindomar Gomes Santana; Washington L. S. Vieira; Gentil A. Pereira-Filho; Fagner R. Delfim; Yuri C. Lima; Kleber S. Vieira

    2008-01-01

    http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2008v21n1p75A herpetofauna de um fragmento urbano de Floresta Atlântica foi estudada quanto à riqueza de espéciese à utilização do habitat. A coleta de espécimes  foi realizada através de procura visual limitada por tempo e armadilhas de interceptação e queda. Foram registradas quatorze espécies de anfíbios anuros pertencentes às famílias Bufonidae, Brachycephalidae, Hylidae, Leptodactylidae, Leiuperidae, Microhylidae e Ranidae. Os répteis foram representad...

  16. Composição, diversidade e similaridade florística de uma floresta tropical semidecídua submontana em Marcelândia - MT Floristic composition, diversity and similarity of a submontane semideciduous tropical forest in Marcelândia - MT

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elbert Viana Ferreira Júnior

    2008-12-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi avaliar a composição, diversidade e similaridade florística de uma área de floresta estacional semidecidual localizada no município de Marcelândia-MT, em área de tensão ecológica, na região de contato floresta ombrófila/floresta estacional. Foram amostrados 4008 indivíduos, pertencentes a 33 famílias e 92 espécies, em 74 parcelas de 10 m x 250 m. As famílias que apresentaram maior valor percentual de árvores foram: Lauraceae (15,99%, Melastomataceae (12,97%, Sapotaceae (12,50%, Fabaceae - Mimosoideae (9,91%, Burseraceae (9,13% e Moraceae (7,29%. Os valores obtidos para os índices de diversidade Shannon-Weaver, de concentração de Simpson e de equitabilidade de Pielou indicaram que a área apresenta diversidade relativamente alta e baixa concentração de espécies com alta uniformidade nas proporções indivíduos/espécies dentro da comunidade vegetal. Os padrões de similaridade florística evidenciaram baixa similaridade entre as áreas avaliadas evidenciando existência de padrões fitogeográficos baseados na distribuição das espécies.The objective of this study was to analyze the floristic composition, diversity and similarity of a submontane, semideciduous tropical forest in Marcelândia-MT, in an ecological tension area in the forest contact region. The 33 families and 92 species specimens were found in 4008 individuals, in 74 plots of 10m x 250 m. The families that contributed most frequently to the floristic composition were Lauraceae (15.99%, Melastomataceae (12.97%, Sapotaceae (12.50%, Fabaceae - Mimosoideae (9.91%, Burseraceae (9.13% and Moraceae (7.29%. The Shannon-Weaver diversity, Simpson concentration and Pielou evenness indexes indicated that the area presents relatively high diversity and low concentration of species with high uniformity in the ratios of individuals per species. The floristic similarity standards had low similarity among the evaluated areas evidencing the

  17. Redundância entre métricas da qualidade ambiental de riachos em paisagem agrícola

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcel Okamoto Tanaka

    2015-11-01

    Full Text Available Indicadores ambientais são amplamente usados para avaliação da qualidade dos corpos d’água. Como o monitoramento envolve alto custo de amostragem, e a construção de índices multimétricos pressupõe métricas não correlacionadas, este estudo avaliou se havia correlação entre métricas que caracterizam o uso e cobertura do solo, composição da zona ripária e estrutura da floresta, bem como correlações entre indicadores das comunidades de macroinvertebrados e peixes. O estudo foi feito em 12 afluentes de baixa ordem dos rios Jacaré-Pepira e Jacaré-Guaçu, formando um gradiente de estresse ambiental no estado de São Paulo. Não houve correlação entre as métricas relacionadas ao uso e cobertura do solo, e apenas a proporção de pastos foi negativamente correlacionada com algumas métricas da estrutura da floresta ripária. Assim, tanto as informações do uso e cobertura do solo quanto sobre a composição da zona ripária e estrutura das florestas podem ser importantes na avaliação ambiental de riachos. As métricas relacionadas às comunidades de macroinvertebrados foram correlacionadas entre si, assim como a maioria das métricas relacionadas às comunidades de peixes. Estudos propondo índices multimétricos não encontraram correlação entre estas variáveis, mas avaliaram riachos em situações extremas (preservados vs. impactados, sendo os riachos impactados influenciados por diferentes condutores de degradação, o que pode resultar em respostas distintas das comunidades biológicas. Os resultados deste estudo sugerem que o desenvolvimento de índices deve ser bastante específico para cada região estudada, e que muitas vezes as avaliações são feitas em relação a condutores de impactos específicos, que podem variar entre diferentes sistemas.

  18. Riqueza e distribuição espaço-temporal de anuros em um remanescente de Floresta de Araucária no sudeste do Paraná Anuran richness and spatial-temporal distribution along an Araucária Forest remnant in southeastern Paraná State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos E. Conte

    2007-12-01

    Full Text Available A riqueza de espécies, a distribuição espacial e a ocorrência sazonal de anuros (adultos e girinos foram determinadas ao longo de 15 meses, em um remanescente da floresta de araucária no município de Fazenda Rio Grande, Paraná, Brasil. Foram registradas 32 espécies, sendo essa a área com a terceira maior riqueza registrada no Estado. A distribuição espacial das espécies não foi uniforme entre os hábitats amostrados: 46% das espécies foram associadas à área aberta, ocorrendo exclusivamente em hábitats de área aberta e/ou em borda florestal, 34% foram associadas à hábitats florestais, ocorrendo em hábitats florestais ou de borda florestal, enquanto que 13% foram classificadas como generalistas, pois ocorreram em área aberta, borda e interior de floresta. O período reprodutivo dos anuros foi fortemente relacionado com a chuvosa, quando cerca de 80% das espécies foram registradas em atividade de vocalização. Cerca de 40% das espécies registradas são associadas à hábitats florestais, o que reforça a urgência da preservação desses remanescentes de Floresta de Araucária.Species richness, spatial distribution and the seasonal occurrence of anurans (adults and tadpoles were studied throughout 15 months in an Araucaria forest remnant at Fazenda Rio Grande, Paraná State, Brazil. Thirty-two species were registered, which corresponds to the third largest anuran richness in Paraná State. The spatial distribution of the species was not uniform between habitats sampled: 46% of the species were associates with opened areas, occurring exclusively in habitats of open areas and/or in forest edges, 34% were associated with forest habitats, occurring, in habitats forest and/or forest edge, while that 13% were classified as generalists as they occurred in open formations, at the edge and interior of the forest fragments. The reproductive period of the species was correlated with rainfall, since 80% of the species were found in

  19. A integração lavoura-pecuária-floresta e sua importância para o agronegócio brasileiro

    OpenAIRE

    Martins, Carlos Eugênio; Lima, Victor Muiños Barroso; Hott, Marcos Cicarini; Furtado, Thiago Bellotti; Balbino, Luiz Carlos

    2010-01-01

    O trabalho desenvolvido no programa de "Transferência de tecnologias para sistemas de integração lavoura-pecuária-floresta" vem consolidar a expectativa que envolve a importância sobre a sustentabilidade do sistema de integração lavourapecuária-floresta para o agronegócio brasileiro.

  20. Litterfall, precipitation and nutrient fluxes in a secondary lowland rain forest in Ile-Ife, Nigeria Queda de serrapilheira, precipitação e fluxo de nutrientes em uma floresta pluvial secundária de terras baixas em Il-Ife, Nigéria

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Modupe B. Oziegbe

    2011-09-01

    Full Text Available Litterfall, precipitation and nutrient fluxes were investigated in a 0.25 ha plot of a secondary lowland rain forest in Ile-Ife, Nigeria, for a period of one year. The study determined the magnitude of nutrient fluxes through (litterfall, incident rainfall, throughfall and stemflow and evaluated the relative importance of these components as pathways of nutrient transport to the soil of this forest. There was a significant monthly variation in litterfall and the highest values of the standing crop of litter occurred from November to March. The concentration of elements in both throughfall and stemflow were higher than those of incidence rainfall. Greater quantities of calcium, magnesium, iron, zinc, copper and nitrogen were deposited annually from the forest floor while greater quantities of mercury, potassium, sodium, phosphorus, lead and sulphur were deposited via precipitation. There was net leaching of all elements from the canopy as precipitation pass through it with the exception of copper, hydrogen ions and lead, which were retained in the canopy. The finding of this study shows that litterfall is the major pathway for the cycling of calcium, magnesium, nitrogen and all micronutrients investigated. Net precipitation is the major pathway for the cycling of potassium, phosphorus, sulphur and trace toxic metals (mercury and lead in the forest.Produção de serapilheira, precipitação e o fluxo de nutrientes foram investigados em uma parcela de 0,25 ha de uma floresta pluvial secundária de terras baixas em Ile-Ife, Nigéria, por um período de um ano. O estudo determinou a magnitude dos fluxos de nutrientes através da serrapilheira, da chuva incidente, da interceptada, da escoada pelo tronco, e também avaliou a importância relativa desses componentes como vias de transporte de nutrientes para o solo desta floresta. Houve variação mensal significativa na produção e acúmulo de serapilheira com maiores valores ocorrendo de novembro a

  1. Avaliação Numérica da Influência da Urbanização no Regime de Convecção e nos Padrões de Precipitação da Região Metropolitana de São Paulo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carolina Veiga Ferreira de Souza

    Full Text Available Resumo Estudos indicam que regiões urbanizadas podem se tornar Ilhas de Calor Urbanas (ICU principalmente por conta da escassez de áreas verdes, altas emissões de poluentes atmosféricos e presença de materiais civis, que absorvem e conservam mais calor por um tempo maior do que os naturais, o que faz as temperaturas desses locais serem superiores às das áreas circunvizinhas. A influência das ICU nos processos convectivos de formação da chuva de forma a modificar o regime de chuvas da região é discutida no mundo científico, já que tais processos dependem também da temperatura local. Nesse contexto, a influência da urbanização no regime de chuvas da Região Metropolitana de São Paulo (RMSP foi avaliada por meio de métodos estatísticos e simulações numéricas. O modelo WRF foi usado no estudo com diferentes configurações de tipo e uso do solo: 1 - mancha urbana padrão do modelo; 2 - mancha urbana ampliada; 3 - mancha urbana substituída por floresta nativa. As simulações numéricas foram realizadas para eventos em que a convecção teve um papel determinante na configuração da precipitação. A análise da série histórica de precipitação demonstrou indícios de mudança de padrão de comportamento na RMSP principalmente nas décadas de 1980 e 1990 e do ano 2000 até a atualidade, apesar de não se verificar tendência de aumento ou de diminuição da precipitação média na RMSP. Os resultados das simulações ressaltaram a forte influência da urbanização na dinâmica atmosférica e, consequentemente, na ICU da RMSP, culminando em eventos severos e concentrados de precipitação convectiva ao redor e no interior da região urbanizada. Nas simulações alterando a urbanização por floresta nativa a precipitação ocorreu, na maioria das vezes, de forma mais distribuída espacialmente e com núcleos de menor intensidade.

  2. Vulnerabilidade socioambiental dos manguezais de Garapuá, Cairu/BA frente à inserção da indústria petroleira.

    OpenAIRE

    Júlio Augusto de Castro Pellegrini

    2010-01-01

    Manguezais são ecossistemas marinhos costeiros que ocorrem nas regiões tropicais e subtropicais do globo. A associação desses ambientes a formações recifais é restrita, particularmente no Brasil, onde se destaca a ilha de Tinharé, na costa sul do estado da Bahia, não só pela ocorrência desse sistema manguezal-recifes, mas também pelo desenvolvimento estrutural da floresta e pela atividade produtiva de mariscagem exercida pela população do povoado de Garapuá. Apesar da proximidade de Morro de ...

  3. RECONOCIMIENTO Y VALORACIÓN DEL PATRIMONIO PALEONTOLÓGICO DEL DEVÓNICO DE FLORESTA-BOYACÁ, A TRAVÉS DE UN GRUPO PALEONTOLÓGICO ESCOLAR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Diego Fernando Campos Moreno

    2015-12-01

    Full Text Available Se presenta una experiencia educativa con estudiantes del Colegio Héctor Julio Rangel Quintero de Floresta (Boyacá, en torno al reconocimiento de la importancia científica, cultural y social del patrimonio paleontológico a través de un grupo paleontológico escolar y el desarrollo de la Feria Municipal del Fósil, en la que los estudiantes presentaron de diferentes formas la riqueza paleontológica con que cuenta Floresta, convirtiéndose en una estrategia pedagógica de acercamiento entre la comunidad, el museo y el colegio.  Como parte del trabajo, se revisaron todas las fuentes bibliográficas y los principales museos nacionales que incluyen registros paleontológicos del devónico de Floresta, generando un inventario sobre la colección de la Universidad Pedagógica Nacional y el museo local de Floresta-Boyacá.

  4. Caracterização de geoambientes da floresta nacional do purus, Amazônia ocidental: uma contribuição ao plano de manejo Geoenvironments of the purus national forest: a contribution to the management plan

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pedro Christo Brandão

    2010-02-01

    Full Text Available A falta de estudos básicos necessários para o plano de manejo vem retardando a implementação efetiva de diversas Unidades de Conservação na região amazônica. Neste trabalho, interpretações de imagens orbitais e semiorbitais aliadas a trabalhos de campo foram utilizadas para a caracterização geoambiental da Floresta Nacional (FLONA do Purus. Através da geração de mapas temáticos, criou-se uma base digital georreferenciada que constitui a primeira plataforma para o SIG da FLONA. Foram identificados quatro geoambientes principais: Platôs Dissecados com Mata sobre Latossolos e Argissolos; Encostas e Rampas com Mata sobre Argissolos; Planícies Aluviais Eutróficas com Neossolos Flúvicos e Gleissolos; e Planícies Aluviais Distróficas com Gleissolos. Os aluviões holocênicos na área sob influência do rio Purus são ricos em nutrientes (eutróficos, com influência de sedimentos subandinos. Em contraste, a maior parte da FLONA possui solos extremamente ácidos e pobres em nutrientes (distróficos, formados a partir do intemperismo de sedimentos da Formação Solimões. O manejo dessas áreas deve visar ao incremento do aporte de biomassa na superfície dos solos, aumentando a eficiência da ciclagem de nutrientes pela vegetação, já que a reserva química natural é extremamente baixa.The lack of basic studies for the elaboration of management plans has delayed the effective implementation of conservation units in the Amazon region. In this work, the interpretation of orbital and sub-orbital images, together with field surveys were used for the geoenvironmental characterization of the Purus National Forest (PNF. A georreferenced digital database composed of thematic maps was produced and constitutes the base of a GIS for the PNF. Four geoenvironments were identified and mapped: Dissecated Plateaux with forest vegetation on Latosols and Argisols; Forested slopes on Argisols; Alluvial plains with eutric soils; Alluvial plains

  5. Estudo da degradação de óleos secativos, em tintas de Amadeo de Souza-Cardoso, Silva Porto e Gustave Courbet

    OpenAIRE

    Pedroso, Joana Cristina Vaz

    2009-01-01

    Dissertação apresentada na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa para obtenção do grau de Mestre em Conservação e Restauro Neste trabalho foi feito o estudo da degradação de tintas de óleo e da influência dos pigmentos e cargas na sua degradação. Os casos de estudo são tintas envelhecidas naturalmente, recolhidas da paleta de Silva Porto, da tela “Floresta Fechada” do pintor Gustave Courbet, e ainda dos tubos de tinta de Amadeo de Souza-Cardoso. Dado a cronol...

  6. Tree communities of white-sand and terra-firme forests of the upper Rio Negro Comunidades de árvores em florestas de campinarana e de terra-firme do alto Rio Negro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Stropp

    2011-01-01

    ários florísticos de oito parcelas de um hectare estabelecidas em florestas de campinarana e de terra-firme do alto Rio Negro. Ao todo, registramos 4.703 indivíduos com diâmetro à altura do peito > 10 cm pertencentes a 49 famílias, 215 gêneros e 603 espécies. As comunidades de árvores das florestas de campinarana e terra-firme do alto Rio Negro diferem entre si, sendo que as florestas de campinaranas são mais similares e menos diversas que as florestas de terra-firme. Sugerimos que os mecanismos que causam diferenças entre as comunidades arbóreas das florestas de campinarana e terra-firme são principalmente relacionados a diferenças do tamanho do habitat, isto porque o tamanho da área do habitat influencia processos evolutivos que ocorrem em grande escala temporal e espacial.

  7. Bioatividade de três espécies vegetais nativas da Floresta Atlântica brasileira frente ao microcrustáceo Artemia salina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    W.M Pompilho

    2014-09-01

    Full Text Available Este trabalho teve por objetivo a investigação fitoquímica e propriedades antioxidantes de extratos das folhas de Trigynaea oblongifolia Schltdl (Annonaceae, Ottonia frutescens Trel (Piperaceae, e Bathysa australis (St Hill Hooz (Rubiaceae, bem como avaliar, in vitro, a letalidade frente ao microcrustáceo Artemia salina Leach. Os extratos foram preparados por maceração em metanol 10% (p/v por sete dias, à temperatura ambiente. A atividade antioxidante dos extratos foi determinada pela metodologia que utiliza o radical estável DPPH. A toxicidade dos extratos foi avaliada frente ao microcrustáceo A. salina. Os extratos de O. frutescens e B. australis apresentaram as seguintes classes de metabólitos secundários: Alcalóides, Antraquinonas, Cumarinas, Polifenóis (Taninos, Saponinas. Nos extratos de T. oblongifolia, além dos metabólitos citados anteriormente, foi detectada a presença de Flavonóides. A atividade antioxidante, observada em 30 minutos na concentração de 24 µg/mL de extrato, foi de: O. frutescens - 38,3%, T. oblongifolia - 32,3%, e B. australis - 32,1%. A Concentração Letal, CL50, dos extratos em A. salina foi de: O. frutescens - 149,75 ± 1,02 µg/mL, T. oblongifolia - 148,8 ± 1,74 µg/mL, e B. australis - 684 ± 9,04 µg/mL. Neste contexto, destacamos as espécies, nativas da Floresta Atlântica, O. frutescens e T. oblongifolia de grande potencial na bioprospecção de moléculas biologicamente ativas.

  8. Composição, diversidade e similaridade florística de uma floresta tropical semidecídua submontana em Marcelândia - MT

    OpenAIRE

    Ferreira Júnior,Elbert Viana; Soares,Thelma Shirlen; Costa,Marcus Filipe Fernandes da; Moraes e Silva,Versides Sebastião

    2008-01-01

    O objetivo deste estudo foi avaliar a composição, diversidade e similaridade florística de uma área de floresta estacional semidecidual localizada no município de Marcelândia-MT, em área de tensão ecológica, na região de contato floresta ombrófila/floresta estacional. Foram amostrados 4008 indivíduos, pertencentes a 33 famílias e 92 espécies, em 74 parcelas de 10 m x 250 m. As famílias que apresentaram maior valor percentual de árvores foram: Lauraceae (15,99%), Melastomataceae (12,97%), Sapo...

  9. Análise da aplicação da legislação florestal na área do Pinhal e Beira Interior Sul, entre 2005-2009

    OpenAIRE

    Silveira, Maria Margarida Torres Campos da

    2011-01-01

    Dissertação de Mestrado em Tecnologia e Sustentabilidade dos Sistemas Florestais apresentada à Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco. A necessidade da defesa e valorização da Floresta Portuguesa, tendo em atenção o seu potencial para o desenvolvimento sustentável do nosso país, em todas as suas dimensões económico, ambiental e social, tem merecido a atenção das instituições responsáveis, originando a produção de diversa legislação. O nível de cumprimen...

  10. Predição da distribuição diamétrica de uma floresta manejada experimentalmente através de um Sistema de Equações Diferenciais Diametric distribution prediction of an experimentally managed forest through a differential equation system

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Celso Paulo de Azevedo

    2007-01-01

    Full Text Available Este estudo teve como objetivo principal projetar a distribuição diamétrica da floresta manejada através de um sistema de equações diferenciais de primeira ordem, ajustado para cada tratamento. Os dados básicos foram obtidos no Projeto Bom Manejo (Embrapa Amazônia Oriental/CIFOR/ITTO, na Companhia Florestal Monte Dourado (Jarí, Vitória do Jarí - AP. O delineamento é em blocos ao acaso com três repetições. Os tratamentos são combinações de intensidades de exploração (15%, 25% e 35% do volume total das árvores com mais de 60 cm de DAP com intensidades de desbastes (0%, 30%, 50% e 70% da área basal original. Utilizou-se como controle a floresta não explorada. Na área experimental estão locadas 40 parcelas permanentes de 1,0 ha cada, sendo 36 exploradas e quatro não exploradas. O povoamento foi medido em 1984, explorado em 1985 e remedido em 1986, 1988, 1990, 1994, 1996 e 2004. Foram medidas todas as árvores com DAP ≥ 20 cm. Conquanto esse sistema de equações mantenha a simplicidade de abordagem do problema inerente aos modelos baseados em matrizes de transição, também apresenta sobre estes últimos a vantagem adicional de permitir a obtenção dos valores das variáveis de estado do sistema para qualquer ponto no tempo, não se restringindo a intervalos múltiplos do intervalo original usado na derivação da matriz de transição. Assim, o método foi constatado para diferentes períodos de avaliações e os resultados mostraram que nem os períodos de projeções mais longos (ponto de equilíbrio serão suficientes para restaurar as condições iniciais do povoamento.The aim of this study was to evaluate the prognosis of the diameter structure of an experimentally managed forest, utilizing a system of differential equations of the first order, adjusted for each treatment. The basic data were obtained from the Bom Manejo Projet (Embrapa Eastern Amazon/CIFOR/ITTO, carried out in the Monte Dourado Forest Company

  11. Morfologia foliar de indivíduos jovens e adultos de Caesalpinia echinata Lam. numa floresta semidecídua do Sul da Bahia Leaf morphology of saplings and adult individuals of Caesalpinia echinata Lam. in a semidecidual forest of Southern Bahia, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Cristina Sanches

    2009-10-01

    Full Text Available Caesalpinia echinata Lam. (Caesalpiniaceae é uma espécie arbórea que ocorre naturalmente no interior da floresta e atinge os estratos superiores do dossel por meio de pequenas clareiras. Objetivou-se, neste estudo, comparar alguns aspectos da morfologia foliar entre indivíduos adultos, cujas folhas se encontravam em pleno sol e jovens no sub-bosque. O estudo foi realizado numa floresta semidecídua, localizada no Município de Jussari, Bahia. Inicialmente, foram localizados e marcados oito indivíduos adultos e oito jovens para cada adulto. Foram coletadas e analisadas oito folhas para cada adulto e três para cada jovem, em duas épocas (setembro/novembro de 2004 e abril de 2005. Em geral, as áreas das folhas, das ráquis e dos folíolos, o comprimento das ráquis, a largura das folhas, o número de pinas e a massa seca das folhas foram significativamente superiores nos indivíduos jovens, ao passo que as massas específicas das folhas e dos folíolos foram significativamente superiores nos indivíduos adultos. Tanto nos adultos quanto nos jovens, nas duas épocas de coleta foram verificadas relações altamente significativas entre a massa seca e a área das folhas. Os resultados indicaram que folhas de C. echinata apresentam características que maximizam a absorção de luz onde este recurso é limitante e, ao mesmo tempo, direcionam maior alocação de carbono para os tecidos de suporte. Tais resultados estão de acordo com o observado no estádio sucessional da espécie analisada e com a sua estratégia de ocupação dos espaços gerados pela formação de pequenas clareiras, em ambiente de mata semidecídua.Caesalpinia echinata Lam. (Caesalpiniaceae is a tree species that naturally regenerates in the forest understory and reaches the upper canopy through small gaps. We conducted a study with the objective of comparing some aspects of leaf morphology of adult individuals, in which the leaves were exposed to full sunlight, and saplings

  12. The effects of land use change on mercury distribution in soils of Alta Floresta, Southern Amazon

    International Nuclear Information System (INIS)

    Lacerda, Luiz D.; Souza, Margareth de; Ribeiro, Mario G.

    2004-01-01

    This study presents the spatial distribution, degree of contamination and storage capacity of Hg in surface forest and pasture soils from Alta Floresta, Southern Amazon, a significant gold mining site from 1980 to 1996. During that period, average annual gold production was about 6.5 tons, with an estimated Hg annual emission to the environment of about 8.8 tons, 60-80% of it being emitted to the atmosphere. Mercury sources to the region are mining sites and gold-dealer shops at the city of Alta Floresta, where gold is smelted and commercialized. Mercury concentrations in forest soils (15-248 ng g -1 , average=61.9 ng g -1 ) were 1.5-3.0 times higher than in pasture soils (10-74 ng g -1 , average=33.8 ng g -1 ), suggesting strong re-mobilization after deforestation. Highest Hg concentrations were found within a distance of 20-30 km from mining sites in both soil types. The influence of the refining operations within the city of Alta Floresta, however, was less clear. Somewhat higher concentrations were observed only within a 5 km radius from the city center where gold-dealer shops are located. Wind direction controls the spatial distribution of Hg. Background concentrations (15-50 ng g -1 ) were generally found at the outer perimeter of the sampling grid, about 40 km from sources. This suggests that Hg released from mining and refining activities undergoes rapid deposition. Estimated cumulative Hg burdens for the first 10 cm of soil averaged 8.3 mg m -2 and 4.9 mg m -2 , for forest and pasture soils respectively and compare well with ultisols and hydromorphic oxisols, but were lower than those found in yellow-red and yellow latosols and podsols from other Amazonian areas. Our results show that changing land use in the Amazon is a strong re-mobilizing agent of Hg deposited on soils from the atmosphere. - Land use change is a strong re-mobilizing agent of Hg distribution in Amazon soils

  13. Usos da terra e Áreas de Preservação Permanente (APP na Bacia do Rio da Prata, Castelo-ES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciano Melo Coutinho

    Full Text Available Este trabalho avaliou o uso da terra e identificou Áreas de Preservação Permanente (APPs na Bacia Hidrográfica do Rio da Prata (BRP, município de Castelo-ES, via técnicas de geoprocessamento. A BRP é marcada pela supressão de vegetação nativa, para expansão da fronteira agropecuária. As classes de uso da terra foram vetorizadas por fotointerpretação de aerofotos ortorretificadas. A delimitação das APPs foi realizada a partir de dados de hidrografia e altimetria de cartas topográficas digitais, com respeito às determinações do Código Florestal Brasileiro. A principal forma de uso da terra é a agropecuária (60,84% da área total, composta pela agricultura (30,21% e pela pecuária (30,63%, sendo que a área preservada com floresta nativa é de 36,85%. As APPs representam 55,48% da área total e sua maior parte (50,40% é utilizada para fins socioeconômicos, enquanto a cobertura florestal representa apenas 49,60%.

  14. Composição florística de florestas estacionais ribeirinhas no estado de Mato Grosso do Sul, Brasil Floristic composition of seasonal riparian forests in Mato Grosso do Sul state, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vivian Ribeiro Baptista-Maria

    2009-06-01

    Full Text Available O presente estudo teve como objetivos caracterizar a composição florística em dois trechos de floresta estacional semidecidual associada ao rio Formoso, Bonito, MS, e em três trechos de florestas estacionais deciduais e semideciduais associadas aos rios Salobra, Salobrinha e Perdido ocorrentes no Parque Nacional da Serra da Bodoquena (76.481 ha - única unidade de Conservação Federal de Proteção Integral implantada no Estado de Mato Grosso do Sul. O levantamento florístico foi realizado mensalmente entre o período de outubro/2004 a março/2006, onde foram coletadas fanerógamas em fase reprodutiva (flores e frutos, através do método de tempo de avaliação. O levantamento florístico resultou em 56 famílias, 184 gêneros e 307 espécies. Do total das espécies, 68% apresentaram hábito arbóreo, 17% arbustos, 14% foram lianas e apenas 1% palmeiras. A família Fabaceae (Leguminosae, representada por 51 (16,6% espécies, foi a de maior riqueza. Os resultados obtidos neste trabalho contribuíram para o conhecimento da flora sul-mato-grossense e sua distribuição geográfica, reforçando a necessidade de conservação destas matas ribeirinhas e fornecendo subsídios para os planos de restauração das áreas degradadas do entorno da unidade de conservação e das áreas de proteção permanente (APP's dos rios ocorrentes na região.This study aimed to characterize the floristic composition in two stretches of seasonal semideciduous forest associated with the Formoso River, Bonito, Mato Grosso do Sul State, and in three stretches of seasonal deciduous and semideciduous forests associated with the Salobra, Salobrinha and Perdido rivers in Bodoquena Plateau National Park (76,481 ha - the only Federal Conservation unit with Integral Protection in the state of Mato Grosso do Sul. The floristic survey was carried out monthly from October/2004 to March/2006, where flowering and fruiting phanerogams were collected by the method of evaluation

  15. Seleção de espécies da floresta ombrófila densa e indicação da densidade de plantio na restauração florestal de áreas degradadas na Amazônia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Paiva Salomão

    2013-03-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5902/198050988448A identificação de espécies-chave que influenciam a ocorrência das demais espécies associadas é de fundamental importância para o sucesso da restauração florestal em áreas degradadas. Objetivou-se neste trabalho apresentar um índice fitossociológico e socioeconômico (IFSE, obtido por técnicas de análise fatorial, cujo modelo envolveu seis variáveis quantitativas (abundância, frequência, dominância, biomassa, valor comercial da madeira e quantidade de produtos florestais não madeireiros e igual número de variáveis qualitativas, cuja variável dummy assumiu valor igual a 1 para aquelas espécies cujos maiores valores acumulados equivaleram a 50 % do total para cada uma das variáveis quantitativas analisadas. A amostra para o inventário florestal em 407 ha de floresta ombrófila densa foi composta por 80 parcelas de 0,25 ha (4,91 % de intensidade amostral onde todos os indivíduos com diâmetro a 1,30 m do solo (DAP ≥ 10 cm foram identificados e mensurados. Foram registrados 10.105 indivíduos, distribuídos em 493 espécies, abrangendo 58 famílias. As espécies foram ranqueadas através do índice proposto em três categorias de prioridade fitossociológica e socioeconômica (alta, média e baixa. A adequação da análise fatorial foi determinada pelos testes Bartlett e KMO. O teste de Bartlett avaliou a significância geral da matriz de correlação indicando que as correlações, em geral, são significantes ao nível de 1 % de probabilidade. O teste KMO, indicou que as variáveis estão correlacionadas e o modelo fatorial apresentou um nível muito bom de adequação aos dados. Estes resultados respaldaram o emprego da análise fatorial para a extração de fatores e a estimação dos escores fatoriais. Os resultados foram estatisticamente validados para a construção do IFSE e, 25 espécies foram selecionadas como prioritárias (espécies-chave. Recomendou-se a densidade de

  16. Formigas como bioindicadores da qualidade do solo em sistema integrado lavoura-pecuária

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Aparecido Crepaldi

    2014-05-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi avaliar a comunidade de formigas em sistemas envolvendo a rotação entre lavoura e pecuária, sob plantio direto, comparado a outros sistemas de manejo e com sistemas naturais da região. O estudo foi conduzido no Município de Dourados, MS, sob Argissolo Vermelho distroférrico típico, num sistema integrado lavoura-pecuária, em plantio direto, rotacionado a cada dois anos. Outros sistemas de manejo avaliados, para comparação, incluíram o sistema convencional (aração e gradagem, sistema plantio direto e pastagem cultivada continuamente com Brachiaria decumbens, além de dois fragmentos de vegetação nativa, nos biomas Cerrado e Floresta Semidecídua. A coleta de solo foi realizada no período chuvoso (safra 2009/2010, sendo as amostragens de serapilheira realizadas com a utilização de extratores do tipo mini-Winkler, seguindo o protocolo ALL (Ants of the Leaf Litter. Os resultados indicaram morfoespécies de Strumygenys sp. e Hypoponera sp. como potencial bioindicadores de qualidade do solo. O estudo demonstrou que a importância da manutenção de fragmentos florestais (Cerrado e Floresta Semidecídua e implementação de sistemas integrados, tais como lavoura-pecuária, são menos impactantes para a mesofauna de solo e contribuem para a conservação da diversidade de formigas e manutenção da qualidade do solo.

  17. Fleuves et forêts dans la Germania de Tacite: éléments représentatifs de l’espace germanique

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Mambwinikivuila-Kiaku

    2016-03-01

    Full Text Available Dois elementos naturais surgem regularmente na paisagem germânica da Germania, a saber: as água (cursos d’água, rios, pântanos e mesmo lagos e as imensas florestas. Essa constante na Germania significa tão-só que Tácito define o território da Germânia por meio de imagens espaciais da liquidez e da inacessibilidade em razão da vastidão das florestas. Se os rios deixam correr suas águas até a desembocadura no Oceano, são eles a força que, nessas imensas florestas, organiza a vida. Como Tácito representa esses dois elementos naturais – os rios e a floresta –; de que artifícios ele se vale para melhor representá-los, e que função(ões lhes atribui? Estas são as questões que tentaremos responder neste artigo, sem muito estendermo-nos.

  18. A Response to Welch's Review of "Urihi A: A Terra‐Floresta Yanomami"

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hein van der Voort

    2010-12-01

    Full Text Available A Response to Welch's Review of Urihi A: A Terra‐Floresta Yanomami. Bruce Albert and William Milliken with Gale Goodwin Gomez. São Paulo: Instituto Socioambiental, 2009. 207 pp., illustrations, tables, bibliography, appendices, index. Paperback ISBN: 978‐85‐85994‐72‐3.

  19. DIVERSIDADE DE FORMIGAS (HYMENOPTERA: FORMICIDAE) DA SERRAPILHEIRA EM DIFERENTES SISTEMAS DE USO DO SOLO

    OpenAIRE

    Cantarelli,Edison Bisognin; Fleck,Marciane Danniela; Granzotto,Fabiane; Corassa,Janaína De Nadai; d'Avila,Marcia

    2015-01-01

    RESUMO Neste trabalho são listadas as espécies de formigas de serrapilheira encontradas em quatro ambientes localizados na região noroeste do estado do Rio Grande do Sul, a fim de verificar o impacto da ação antrópica realizada no meio rural. Para a coleta das formigas da serrapilheira foi utilizado o método do extrator de Winkler. Foram coletados 6.300 espécimes pertencentes a oito subfamílias, 18 tribos, 31 gêneros e 108 espécies. A floresta nativa possui a maior riqueza observada com 90 es...

  20. Efeitos de área e de borda sobre a estrutura florestal em fragmentos de floresta de terra-firme após 13-17 anos de isolamento Area and edge effects on forest structure in Amazonian forest fragments after 13-17 years of isolation

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Henrique E. M. Nascimento

    2006-01-01

    Full Text Available As estimativas de densidade e biomassa de árvores vivas com DAP > 10 cm e arvoretas 1-9,9 cm de DAP, liteira lenhosa grossa caída (LCG diâmetro > 10 cm, árvores mortas em pé (> 10 de DAP e liteira lenhosa fina caída (LCF - 2,5 9,9 cm de diâmetro foram quantificadas em 56 parcelas permanentes de 1 ha, distribuídas em quatro categorias de tamanho de fragmento - fragmentos de 1 ha (4 parcelas, fragmentos de 10 ha (12 parcelas e fragmentos de 100 ha (14 parcelas e floresta contínua (19 parcelas e em duas classes de distância da borda - 300 m (21 parcelas. A densidade e a biomassa de árvores e arvoretas de espécies de estágios sucessionais mais avançados não diferiram significativamente entre as diferentes categorias de tamanho e entre as duas distâncias da borda. Por outro lado, fragmentos florestais e locais 300 m da borda, respectivamente. Fragmentos florestais apresentaram maior quantidade de LCG e LCF do que a floresta contínua. Houve também diferenças significativas entre ambas as distâncias da borda para a quantidade de LCG e LCF e necromassa total. Uma análise de covariância mostrou que não houve efeito de tamanho do fragmento, mas a distância da borda teve um efeito significativo sobre a quantidade de LCG e LCF. A quantidade de LCG e LCF foi correlacionada negativamente com a distância da borda - locais mais próximos à borda tiveram cerca de 40% e 60% mais LCG do que locais mais distantes.Density and biomass of live trees >10 cm DBH and saplings 1-9.9 cm DBH, coarse woody debris (LCG diameter > 10 cm, fine woody debris (LCF diameter 2.5-9.9 cm, and standing dead trees (> 10 cm DBH were quantified in 56 permanent, 1-ha sample plots. These plots are located in four 1- (4 plots, three 10- (12 plots and two 100- (14 plots forest fragments in size and nearby continuous forests (19 plots as well as in two classes of distance from the edges - 300 m (21 plots. Density and biomass of primary species did not differ

  1. Florística na Reserva Particular do Patrimônio Natural Complexo Serra da Farofa, estrutura e efeitos ambientais da antropização na comunidade arbustivo-arbórea, Santa Catarina, Brasil

    OpenAIRE

    Floriani, Mireli Moura Pitz

    2015-01-01

    A Floresta Ombrófila Mista (FOM) pertence ao Bioma Mata Atlântica e trata-se de uma formação florestal rica em espécies vegetais endêmicas, ocorrente preferencialmente na região Sul do Brasil. O trabalho teve como objetivo conhecer a composição florística, a estrutura e os efeitos ambientais da antropização na comunidade arbustivo-arbórea na Reserva Particular do Patrimônio Natural Estadual Complexo Serra da Farofa (Bloco VI) no município de Rio Rufino, Santa Catarina. O ...

  2. Estrutura comunitária e amplitude ecológica do componente lenhoso de uma floresta de restinga mal drenada no sudeste do Brasil Woody-layer structure and ecological amplitude of a poorly drained beach-ridge forest in southeastern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luis Fernando Tavares de Menezes

    2010-09-01

    Full Text Available Analisamos a estrutura de uma floresta mal drenada na Restinga da Marambaia, RJ, e a amplitude ecológica das espécies quanto à tolerância à inundação do solo. Foram amostrados em 50 parcelas contíguas de 10 X 10m (0,5 ha, indivíduos com diâmetro do caule a altura do peito (DAP >2,5 cm. Registramos 1.223 indivíduos vivos (distribuídos em 24 famílias, 43 gêneros e 57 espécies. O índice de diversidade de Shannon (H' foi de 2,87 e a equabilidade (J' foi de 0,68. A densidade total foi de 2.446 ind. ha-1 e a área basal de 25,14 m². ha-1. As famílias mais ricas em espécies foram Myrtaceae (13, Leguminosae (5, Annonaceae, Euphorbiaceae, Myrsinaceae e Sapindaceae (4. Dez espécies apresentaram valor de importância (VI acima de nove, correspondendo o somatório de seus valores a 75% do VI total. As espécies com maiores valores de VI foram Tapirira guianensis Aubl. (42,42, Amaioua intermedia Mart. ex Roem. & Schult. (40,77 e Chaetocarpus myrsinites Baill. (39,98, que juntas detiveram 41% do VI total. A comunidade arbórea analisada foi composta principalmente por espécies preferenciais de áreas secas, ou seja, espécies com preferência por alagamento periódico do solo ou solos mais secos, mas não com alagamento permanente ou quase permanente do solo. A maior similaridade da floresta mal drenada da Marambaia foi observada com as florestas inundáveis do Parque Nacional de Jurubatiba, RJ (21,4 e 23,8%. Nossos resultados permitiram concluir que não existe uma flora particular para as formações inundáveis nas restingas do sul e sudeste brasileiro e que mudanças do padrão florístico da vegetação dessas áreas ocorrem em função da proximidade da fonte de propágulos de espécies com alta tolerância à inundação do solo e secundariamente relacionada a questões fitogeográficas, ligadas à limitação da distribuição de espécies pelas condições climáticas das regiões subtropicais.We analyzed the structure of a

  3. Mastofauna terrestre do Parque Estadual da Serra do Tabuleiro, Estado de Santa Catarina, sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jorge José Cherem

    2011-06-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2011v24n3p73 O Parque Estadual da Serra do Tabuleiro, situado no centro-leste do Estado de Santa Catarina, sul do Brasil, possui 85.000ha e abrange grande diversidade de ambientes (floresta ombrófila densa, incluindo manguezais e restingas, floresta ombrófila mista e estepe ombrófila. De 1991 a 2010 foram realizados 22 estudos sobre sua mastofauna, abrangendo os métodos de captura com armadilhas de arame, armadilhas de interceptação e queda, caixas de nidificação, redes-de-neblina, armadilhas fotográficas, observação direta e vestígios. Foram registradas 75 espécies autóctones (cerca de 54% das espécies de mamíferos terrestres confirmados para Santa Catarina pertencentes a 8 ordens e 25 famílias. Quinze espécies são ameaçadas em nível estadual, nacional ou mundial. A possibilidade de ocorrência de outras espécies e aspectos gerais da conservação dos mamíferos no Parque são discutidos.

  4. Coletar ou Cultivar: as escolhas dos produtores de açaí-da-mata (Euterpe precatoria do Amazonas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jan Feldmann Martinot

    Full Text Available Resumo: A crescente demanda de mercado por produtos florestais não madeireiros oferece uma oportunidade de desenvolvimento econômico que poderia aliar a inclusão social produtiva de agricultores familiares com a conservação dos ecossistemas florestais. No entanto, o aumento da produção poderá significar a substituição do manejo extrativo das florestas pelo monocultivo, anulando seus efeitos positivos quanto à conservação das florestas. Buscou-se identificar os fatores determinantes que levam os agricultores familiares tradicionais do baixo rio Manacapuru a se engajarem na atividade extrativista ou de cultivo do açaí-da-mata (Euterpe precatória, a espécie nativa do estado do Amazonas. Dado que a coleta extrativa dos frutos é feita mediante a escala das árvores, a decisão de produção parece depender principalmente da oferta de mão de obra masculina jovem, de trabalhadores com a habilidade e força física para realizar essa tarefa. Já a decisão de cultivo pode estar associada à maior disponibilidade de capital financeiro que as famílias obtêm da renda das atividades agrícolas. As famílias que cultivam o açaí mantiveram a prática de coleta extrativa, indicando que o plantio de pequenas áreas de cultivos consorciados representa uma estratégia de aumento da produção sem que necessariamente haja a completa substituição do extrativismo pelo cultivo da espécie.

  5. Análise da atividade florestal no município de Viçosa-MG Analysis of forest activity in Viçosa-MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alessandro Albino Fontes

    2003-08-01

    Full Text Available Estudou-se a atividade florestal no município de Viçosa-MG, a partir de questionário aplicado aos agricultores cujas propriedades rurais possuíam florestas plantadas. Foi amostrado um total de 63 propriedades rurais, abrangendo uma área de 2.096,95 ha. As áreas de floresta nativa e plantada, na amostra, foram de 372,00 e 260,17 ha, o que corresponde, respectivamente, a 17,74 e 12,41% da área amostrada. O tipo de floresta nativa predominante foi a capoeira (67,55%, e a espécie preferida para o reflorestamento foi o eucalipto (92,68%. O uso médio da mão-de-obra nas fases de implantação, manutenção e colheita dos plantios florestais foi estimado em 30,21, 13,64 e 61,25 dias-homem/ha, respectivamente, totalizando 105,10 dias-homem/ha, sendo a participação da mão-de-obra familiar de 25,24%. Os custos inerentes à atividade florestal foram estimados em R$419,30/ha para implantação; R$146,49/ha e R$80,34/ha para manutenção no primeiro e segundo ano, respectivamente; e R$2,11/m³ para colheita da madeira. Os plantios florestais concentram-se nas áreas de encostas, e o número médio de empregos gerados pelo reflorestamento (eucalipto foi 0,042 emprego/ha. Concluiu-se, de modo geral, que o reflorestamento é considerado atividade pouco atrativa, não identificando propriedades tipicamente florestais, sendo recomendada a elaboração de políticas públicas de incentivo ao reflorestamento.Forest activity was studied in Viçosa-MG, through a questionnaire applied to farmers who planted forests. A total of 63 farms were sampled, comprising an area of 2,096.95 ha. The natural and planted forest areas sampled were of 372.00 ha and 260.17 ha, corresponding to 17.74% and 12.41%, respectively. The predominant natural forest was the secondary forest (capoeira (67.55%, and the species chosen for reforestation was eucalypt (92.68%. Average labor use in the phases of implementation, maintenance and harvest of the forest plantations was

  6. INVENTÁRIO DA ENTOMOFAUNA DE ECOSSISTEMAS DA ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL DO ARARIPE COM BANDEJAS D’ÁGUA AMARELAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francisco Roberto Azevedo

    2015-07-01

    Full Text Available Com o objetivo de realizar um inventário da entomofauna dos ecossistemas da Área de Proteção Ambiental da Chapada do Araripe, localizada na região do Cariri cearense, (Arajara Park, Área Agrícola, Mata Úmida e Fragmento de Floresta, foi realizado um estudo utilizando bandejas d’água de cor amarela, visando a caracterização das famílias capturadas, no período de 03 de setembro de 2010 a fevereiro de 2011 (estação seca e 22 de março de 2011 a agosto de 2011 (estação chuvosa. A estação seca da Área de Proteção Ambiental da Chapada do Araripe favorece a maior ocorrência de famílias abundantes que a estação chuvosa devido à alteração da disponibilidade de condições e recursos, propiciando a coexistência de espécies generalistas. A ordem Coleoptera é a mais rica em famílias nas duas estações do ano tendo como papel ecológico os Crysomelidae como fitófagas e Nitidulidae como decompositoras de frutas. Os Diptera são numerosos na estação chuvosa atuando no sistema ecológico as moscas frugívoras (Drosophilidae, decompositoras de carcaças de animais (Muscidae e predadoras (Dolychopodidae, enquanto que os Tipulidae e Chloropidae predominam na estação seca da mata úmida. Os Hemiptera da família Cicadellidae (cigarrinhas ocorrem abundantemente na área agrícola e no fragmento de floresta por serem ecossistemas antropizados para a implantação de culturas agrícolas e pastagens. Na estação seca os Hymenoptera da família Formicidae (formigas predominam e ocorrem em maior abundância em todos os ecossistemas por serem cosmopolitas e bem adaptados, além de apresentarem hábitos alimentares generalistas. A bandeja d’água amarela foi eficiente na captura de insetos edáficos, demonstrando nas avaliações das coletas uma considerável diversidade de famílias em todos os ecossistemas avaliados assim como nas estações seca e chuvosa, permitindo conhecer a entomofauna da Área de Proteção Ambiental do

  7. Síndromes de dispersão de sementes em estágios sucessionais de mata ciliar, no extremo sul da Mata Atlântica, Arroio do Padre, RS, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tiago Schuch Venzke

    2014-06-01

    Full Text Available A síndrome de dispersão de sementes está relacionada à migração das espécies e colonização de novos locais adequados para sobrevivência e reprodução. Foram estudados três estágios sucessionais de mata ciliar no domínio da Mata Atlântica (capoeira = cinco anos de regeneração; secundária = 45 anos de regeneração; e floresta madura = sem intervenção há 35 anos. As espécies foram classificadas nas síndromes de zoocoria, anemocoria e autocoria. A zoocoria predominou nos três estágios da sucessão da mata ciliar, com percentuais variáveis de 82% até 93% das espécies e 47% até 92% dos indivíduos. A segunda síndrome de dispersão mais comum foi a anemocoria, prevalecendo com elevada abundância relativa na capoeira (25% dos indivíduos. A autocoria ocorreu no sub-bosque da floresta madura com indivíduos da espécie Gymnanthes concolor. Aparticipação da zoocoria nos três estágios da sucessão demonstra que a relação planta-animal tem elevada importância para a sucessão florestal em ambiente ciliar na região do extremo sul da Mata Atlântica.

  8. A produção de Serapilheira em uma Floresta Estacional Decidual na Região do Pontal-MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nicolas Fernandes Martins

    2012-12-01

    Full Text Available Durante o período de um ano, foram avaliadas a quantidade de serapilheira depositada e a sazonalidade de sua queda em um ecossistema de Floresta Estacional Decidual, próximo ao município de Ituiutaba-MG. . Para o estudo foram utilizados 20 coletores de madeira e de formato quadrado e circular, tendo 50 por 50 cm de largura, sendo o chamado de EG, os de 25 por 25 cm chamados de G formato quadrados sendo os circulares de 15 cm de raio chamados de M e os de 9 cm de raio denominados de P. Foram distribuídos de maneira aleatória numa reserva permanente. O material depositado foi coletado mensalmente, separado em diferentes frações, secado em uma estufa e posteriormente pesado. O trabalho fora desenvolvido na fazenda Três Irmãos, localizado a 20 km do Município de Ituiutaba (sentido a Uberlândia na BR-365. Dessa forma este estudo teve por objetivos quantificar a produção anual de serapilheira e correlações com as variáveis climáticas. O principal componente da serrapilheira fora as folhas, e os meses maiores totais de deposição da serapilheira ocorreram nos meses de novembro e dezembro diferentes de muitos trabalhos na literatura. O total de serapilheira registrada em todos os coletores foi de 8975 kg.ha-1 e no coletor EG onde a amostragem dos dados foram melhores obtivemos um decorrência de serrapilheira num total 4101 kg.ha-1, sendo 2611 kg.ha-1 (63,66% de folhas, 704 kg.ha-1 (17,16 % de caule, 453 kg.ha-1 (11,04 % de frutos e 333 kg.ha-1 (8,12% de material indiferenciado. A precipitação pluviométrica não fora o fator principal para a queda das folhas, devido a floresta estacional ter passado por uma perturbação não compreendida pelo estudo. O melhores resultados foram referentes a temperatura, quando ouve uma elevação na temperatura tivemos maior produção de serapilheira.

  9. Uso do produto MOD13Q1 do sensor Modis para análise temporal e mapeamento das florestas nas Serras do Sudeste e Campanha Meridional do Rio Grande do Sul

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Caroline Paim Benedetti

    2013-06-01

    Full Text Available Imagens NDVI (Índice de Vegetação por Diferença Normalizada do sensor Modis foram utilizadas para mapear as classes de uso e cobertura da terra nas Serras do Sudeste e Campanha Meridional do Rio Grande do Sul. A metodologia compreendeu a elaboração de um banco de dados espaciais e a aplicação de técnicas de processamento digital (contraste linear, classificação digital e operações aritméticas sobre imagens dos satélites Landsat e Terra de diversas datas. Os resultados indicaram que a cobertura florestal passou de 8,6% para 11,6% e 14,3% da área total da microrregião Serras do Sudeste, entre os anos 2000, 2004 e 2008. Na Campanha Meridional, a expansão da cobertura florestal passou de 11,1% para 11,2% e 11,5% da área total no mesmo período. Conclui-se que imagens MOD13Q1, de baixa resolução espacial (250 m, podem ser usadas em grandes áreas para mapear florestas e os demais temas adequadamente.

  10. Comparison between abiotic parameters and the forest structure of a forest fragment and an eucalyptus (Eucalyptus saligna Smith abandoned reforestation in the ecological park of Klabin, Telemaco Borba/PR Comparação entre parâmetros abióticos e a estrutura florestal de um fragmento de floresta e um reflorestamento abandonado de eucalipto (Eucalyptus saligna Smith no parque ecológico da Klabin, Telêmaco Borba/PR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Antonio Pimenta

    2010-10-01

    Full Text Available The forest structure causes a direct impact on the microclimate, being important for the continuity of the successional processes as well as for the restoration of ecosystem processes. Studies on forest structure are important to help determine ecological restoration actions, improving its implementation. In order to compare two forest formations, being one of them a secondary forest fragment and the other one an abandoned area of eucalyptus reforestation, some abiotic parameters were evaluated in this study, as well as the forest structure of the areas. Amongst the abiotic factors studied, there are: temperature and relative air humidity, soil compaction, moisture and soil pH and thickness of the litter. In order to analyze the forest structure, the following items were evaluated: herbaceous cover on the soil, rate of canopy cover, the diameter at breast height (DBH, basal area (BA and height of trees of all species. Among the parameters analyzed, comparing the areas, it was observed that: soil compaction was higher in the secondary forest (0.57 MPa than in the eucalyptus reforestation (0.43 MPa; the presence of herbaceous plants on the soil occurred less in the eucalyptus reforestation (17.96% than in the secondary forest (59.4%; the canopy cover index was of 45.99% for the eucalyptus reforestation, while in the secondary forest it was of 61.02%, being therefore higher for the latter. Nevertheless, according to Kolmogorov Smirnov test, the forest structure is not different between the areas, since the DBH and height values were not different between what was calculated and what was observed. A estrutura florestal tem impacto direto sobre o microclima, e é importante para a continuidade dos processos sucessionais e para o restabelecimento dos processos do ecossistema. Estudos acerca da estrutura florestal são importantes para auxiliar as ações de restauração ecológica, melhorando a sua aplicação. Visando comparar duas forma

  11. Environmental impacts caused by the shrimp industry at city of de Nísia Floresta (RN

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guilherme Dumaresq de Oliveira

    2008-09-01

    Full Text Available In this work, the aim is to demonstrate the growth of the shrimp breeding (Carcinicultura in Rio Grande do Norte, Brazil, as well as studying the environmental impacts generated by the activity in the mangrove ecosystem. Therefore, the importance of such environment will be showed, considering that the activity depends on that environment to subsist. Thus, environmental impacts are generated by the activity in the mangrove ecosystem. In this article, the deforestation generated in the Environmental Conservation Areas (APA, in Portuguese of mangroves and riparian forest used for constructing tanks for shrimp breeding in Nísia Floresta, Rio Grande do Norte will be analyzed. There is, also, the aim of communicating the existence of the Recovery Plan for the Permanent Preservation Area (PRAPP, in Portuguese, elaborated by Idema (Institute of economic development and environment, the governmental agency responsible for controlling the Environment.

  12. Estrutura, diversidade e distribuição espacial da vegetação arbórea na Floresta Ombrófila Mista em Sistema Faxinal, Rebouças (PR / Structure, diversity and spatial distribution of trees in the Araucaria Forest in Faxinal System, Rebouças (PR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciano Farinha Watzlawick

    2011-12-01

    Full Text Available O presente estudo teve por objetivo analisar a estrutura, diversidade e distribuição espacial das espécies arbóreas presentes em uma área de Floresta Ombrófila Mista em Sistema Faxinal no município de Rebouças (PR. O levantamento foi realizado no Faxinal do Salto onde foi instalada uma unidade amostral de 1 ha, a qual foi subdividida em 100 subparcelas de 100 m² cada. Foram mensurados no total 558 indivíduos com DAP≥10 cm, pertencentes a 27 espécies arbóreas, distribuídas em 21 gêneros e 17 famílias botânicas. As famílias que apresentaram maior riqueza de espécies foram Myrtaceae e Salicaceae. O índice de diversidade de Shannon-Wiener (H’ foi de 2,25 nat.ind-1, indicando baixa diversidade florística. O mesmo ocorre para o índice de Equabilidade de Pielou que resultou em um valor relativamente baixo (J=0,68.Cinnamodendron dinisii e Curitiba prismatica foram às espécies que mais se destacaram na comunidade com 28,5% e 11,9%, respectivamente, do valor de importância. A análise da estrutura diamétrica da floresta seguiu o padrão das florestas inequiâneas, ou seja, apresentou distribuição exponencial na forma de “J” invertido. O Índice de Payandeh mostrou que a maioria das espécies (51,9% apresentaram comportamento não agregado. Verificou-se ainda que as práticas realizadas no Sistema Faxinal, como a agricultura de subsistência, o extrativismo e principalmente a pecuária em criadouros comunitários, causam a descaracterização da vegetação natural.AbstractThe aim of this study was to analyze the structure, diversity and spatial distribution of tree species present in the Araucarian Forest in Faxinal System in Rebouças city (PR. The survey was conducted in Faxinal do Salto, where it was installed a sampling unit of 1 ha, which was subdivided into 100 subplots of 100 m² each. It was measured 558 individual trees with DBH ≥ 10 cm, belonging to 27 tree species distributed among 21 genders and 17 families

  13. Identidade, riqueza e abundãncia de pequenos mamíferos (Rodentia e Didelphimorphia de área de Floresta com Araucária no estado do Paraná, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guilherme Grazzini

    2015-01-01

    Full Text Available Roedores e Marsupiais são componentes importantes da fauna na região Neotropical. Estudos sobre a riqueza e abundância destes animais são raros na Floresta Ombrófila Mista (FOM e aqui apresentamos um inventário conduzido na Floresta Nacional de Piraí do Sul. Esta área possui uma área aproximada de 150 ha, cercada por pastos e plantações de Pinus. A amostragem foi feita através de armadilhas de queda, Sherman e Tomahawk, dispostas nos principais tipos de vegetação encontrados. Pelo menos um casal de cada espécie foi coletado. Como resultado, durante 5.892 armadilhas.noite nós obtivemos um total de 1.049 capturas, representando 17 espécies: Akodon montensis, Bibimys labiosus, Brucepattersonius iheringi, Cryptonanus sp., Didelphis albiventris, D. aurita, Gracilinanus microtarsus, Monodelphis americana, M. scalops, Myocastor coypus, Nectomys squamipes, Oligoryzomys nigripes, Oxymycterus judex, O. nasutus, Sooretamys angouya e Thaptomys nigrita. Capturas por armadilhas de queda representaram 67% do total, e oito espécies foram registradas exclusivamente por este método. Akodon montensis, O. nigripes e T. nigrita foram as espécies mais abundantes.

  14. Insights of meso and micro-scale processes for the Caxiuanã forest region from high resolution simulation Estudo dos processos de micro e meso-escala para a região da floresta de Caxiuanã a partir de simulações de alta resolução

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Leitão da Conceição Mesquita

    2012-07-01

    Full Text Available Meteorological data and high resolution numerical simulations were used to estimate spatial fields in eastern Amazonia where is located the Forest and the Bay of Caxiuanã. The study were performed for the period of November 2006, when occurred the field experiment COBRA-PARA. Analysis of the MODIS sensor from the Terra Satellite images show the occurrence of various phenomena such as local cloud streets, precipitating convective systems and an important influence of the interfaces between the forest and water surfaces. Numerical simulations for November 7, 2006 showed that the model represented well the major meteorological processes. The results show that the Caxiuanã Bay causes significant impact on adjacent meteorological fields mainly through advection by the northeast winds that induce to colder canopy temperature to the west of the bay and convective rainfall. Simulations with high resolution (LES produced spatial patterns of temperature and humidity aligned with the winds during the daytime, and at nighttime the patterns are influenced mainly by the presence of the bay. Correlations between the mid-level winds and the latent heat fluxes showed that there is a change from negative correlations for the early hours to positive correlations for the afternoon and early evening.Dados meteorológicos e simulações numéricas de alta resolução foram usados para estimar campos espaciais na região leste da Amazônia onde se situam a Floresta e a Baía de Caxiuanã, no Estado do Pará. O estudo foi feito para o período de Novembro de 2006, quando foi realizado o experimento de campo COBRA-PARÁ. Análises de imagens do sensor MODIS mostram a ocorrência de vários fenômenos locais como avenidas de nuvens, sistemas convectivos precipitantes, e importante influência das interfaces entre a floresta e as superfícies aquáticas. Simulações numéricas para o dia 7 de novembro de 2006 mostraram que o modelo representou bem as principais vari

  15. Spatial and multi-temporal analysis of deforestation and quantification of the remnant forests on Porto Rico Island, Paraná, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Batista Campos

    1999-01-01

    Full Text Available The process of land occupation by the state of Paraná practically decimated its forests. Presently, only 7% from a total area of 83.41% is covered by forests. Most of them are now concentrated in the "Serra do Mar" and in the Iguaçu National Park. With regard to forest cover the most critical region is situated in the northwestern of the state with less than 1% of its area covered by forest. This restricted area mainly consists of conservation units and the islands of the high Paraná River floodplain. The present study consists of a spatial and multi-temporal analysis of deforestation and the quantification of the remnant forests on Porto Rico island (22º45'S; 53º15'W, which have their occupation history linked to the colonization process of the region. Historical aerial photographs of this region were used and the relationship of deforestation with the process of colonization and social transformation of the region is discussed.O processo de ocupação das terras do Paraná praticamente dizimou as florestas do Estado, que originalmente possuía 83,41% de sua área total coberta com florestas. Atualmente remanescem aproximadamente 7% da área com florestas, concentradas na Serra do Mar e no Parque Nacional do Iguaçu. Na região noroeste, a situação é mais crítica, com menos de 1% de sua área coberta por florestas, concentradas, principalmente, em unidades de conservação e nas ilhas da planície de inundação do alto rio Paraná. Esta planície é formada por uma ampla calha aluvial, com inúmeros canais, lagoas e ilhas, que têm sua história de ocupação ligadas ao processo de colonização na região. Neste trabalho, é realizada uma análise espacial e multi-temporal dos desflorestamentos e uma quantificação das florestas remanescentes da ilha Porto Rico (22º45'S; 53º15'W, por meio de fotografias aéreas históricas da região e discutidas as relações destes desflorestamentos com os processo de colonização e transforma

  16. Macroalgas de riachos da Floresta Nacional de Irati, região centro-sul do Estado do Paraná, Sul do Brasil Stream macroalgae of Irati National Forest, mid-southern Paraná State, Southern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ciro Cesar Zanini Branco

    2008-06-01

    Full Text Available Estudos florísticos das comunidades de macroalgas lóticas no Brasil são quase que exclusivamente baseadas em material do Estado de São Paulo. Informações sobre macroalgas de riachos são virtualmente ausentes no Estado do Paraná. Considerando a carência de trabalhos sobre estes importantes produtores primários de ambientes lóticos, foi realizado um estudo mais amplo, a fim de conhecer melhor a biodiversidade das comunidades de macroalgas no Paraná. Neste contexto, o presente trabalho teve como objetivo realizar o levantamento florístico das comunidades de macroalgas da Floresta Nacional de Irati (Flona de Irati, uma unidade de conservação que protege uma área de Floresta Ombrófila Mista (Mata de Araucária. Os estudos foram desenvolvidos em 11 riachos, através de duas coletas realizadas durante os períodos de 19-21 de julho/2005 e 2-4 de fevereiro/2006. Em cada riacho foi estabelecido um segmento de 10 metros de extensão, no qual foi realizado o exame visual detalhado do substrato a fim de determinar a presença de macroalgas. Além da presença das macroalgas, as seguintes variáveis ambientais foram medidas em cada data de amostragem: temperatura, turbidez, condutividade específica, pH, oxigênio dissolvido, profundidade, nutrientes, cor da água e demanda química de oxigênio (DQO. O levantamento taxonômico resultou na identificação de 23 táxons e mostrou a dominância, em termos de número de táxons, de Chlorophyta sobre as demais divisões. O gênero Phormidium Kützing ex Gomont foi o único representado por mais de uma espécie. De modo geral, a maioria das espécies encontradas na Flona de Irati tem sido reportada em estudos prévios, entretanto, uma parte significativa das macroalgas inventariadas foi formada por táxons de ocorrência rara em riachos brasileiros ou, até mesmo, prováveis novidades para a ciência.Surveys of stream macroalgal communities in Brazil are almost exclusively based on data from S

  17. Isolamento de microssatélites de espécies madeireiras no contexto da sustentabilidade genética no manejo florestal

    OpenAIRE

    VINSON, Christina Cleo

    2004-01-01

    Aborda isolamento de microssatélites de espécies madeireiras no contexto da sustentabilidade genética no manejo florestal com o objetivo de isolar e caracterizar uma bateria de marcadores microssatélites para espécies arbóreas da Floresta Amazônica: Jacaranda copaia, Bagassa guianensis e Dipteryx odorata. Estes estudos vem sendo realizados como parte do projeto Dendrogene, e as análises genéticas populacionais posteriores fornecerão subsídios para conservação e manejo sustentável destas espéc...

  18. Erosão hídrica pós-plantio em florestas de eucalipto na bacia do rio Paraná, no leste do Mato Grosso do Sul

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Bernardo Moreira Cândido

    2014-10-01

    Full Text Available Nas regiões tropicais, o desgaste provocado no solo por ação das águas da chuva, ou seja, a erosão hídrica é a mais importante forma de degradação do solo. Visto que os plantios florestais de eucalipto estão inseridos em ecossistemas sensíveis às perturbações antrópicas em razão de ocorrência de plantações em solos com baixos teores de argila, com baixa fertilidade natural e grande parte das plantações estabelecidas em antigas áreas agrícolas e de pastagens degradadas, surge a necessidade do entendimento dos processos que regem a erosão hídrica e suas relações com as perdas de solo e água nos sistemas florestais. Objetivaram-se com este trabalho calcular os valores de erosividade da chuva (fator R - EI30, estimar a tolerância de perda de solo (T para as classes representativas nas áreas de estudo, avaliar as perdas de solo e água por erosão hídrica e verificar a influência, por meio de análise de componentes principais (ACP, de atributos físicos e matéria orgânica do solo sobre a erosão hídrica em florestas de eucalipto no estádio de pós-plantio. Os tratamentos constituíram de diferentes sistemas de manejo dos resíduos e da disposição de plantio (nível e desnível, em dois biomas distintos, Cerrado e Floresta, e solo descoberto. Os solos foram classificados como Latossolo Vermelho distrófico típico textura média-alta fase floresta (LVd1 e Latossolo Vermelho distrófico típico textura média-baixa fase cerrado (LVd2. O estudo foi realizado em áreas experimentais de plantio de eucalipto localizadas no município de Três Lagoas, na bacia do Rio Paraná, no leste do Mato Grosso do Sul. O índice de erosividade anual obtido foi de 6.792,7 MJ mm ha-1 h-1 ano-1. Os valores de T variaram de 9,0 a 11,0 Mg ha-1 ano-1, para o LVd2 e LVd1, respectivamente. As perdas de solo apresentaram valores em torno de 0 a 0,505 Mg ha-1 no LVd1 e de 0 a 0,853 Mg ha-1, no LVd2. A ACP evidenciou-se eficiente na

  19. Composição florística e estrutura do componente arbóreo de uma Floresta Paludosa na planície costeira da bacia do rio Itaguaré, Bertioga, SP, Brasil. Floristic composition andstructure of an arboreal component of the Paludal Forest in the coastal plain of the Itaguaré river basin, Bertioga (São Paulo state, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Celia Regina de Gouveia SOUZA

    2012-06-01

    Full Text Available As Florestas Paludosas costeiras ou “caxetais” ocorrem no Domínio Atlântico, em geral associadas a depressões paleolagunares, cujos terrenos são permanentemente encharcados. Essas florestas se caracterizam por apresentar elevada densidade de indivíduos da espécie Tabebuia cassinoides (Lam. DC., conhecida popularmente por “caxeta”. O presente estudo foi desenvolvido em uma Floresta Paludosa situada na planície costeira do rio Itaguaré, município de Bertioga, Baixada Santista, Estado de São Paulo. A composição florística e a estrutura fitossociológica foram investigadas através da amostragem por parcelas, sendo incluídos todos os indivíduos com 10 cm ou mais de diâmetro a 1,3 m de altura do peito (DAP. Foram registradas 20 espécies e 11 famílias botânicas, resultando em uma densidade total de 450 ind./ha-1. A família com maior riqueza de espécies foi Myrtaceae, com quatro espécies. A análise de similaridade indicou dois grupos florísticos. Tabebuia cassinoides foi, de fato, a espécie mais importante, apresentando grande densidade e dominância de indivíduos, o que reforça sua posição de espécie indicadora deste tipo vegetacional, conforme difundido na literatura. The coastal Paludal Forest or “Caxetal” occurs on the Atlantic Domain, associated to wetlands within palaeolagoonal depressions. It is characterized by a high density of individuals of Tabebuia cassinoides (Lam. DC., which is popularly known as “caxeta”. A Paludal Forest located in the Itaguaré river coastal plain, in the municipality of Bertioga, Santos Lowland, São Paulo State, Brazil was studied. The floristic composition and phytossociological structure was investigated through a plot method including all individuals with diameter at 1.3 m (DBH ≥ 10 cm. A total of 20species and 11 botanic families were sampled, resulting in a total density of 450 ind./ha-1. Myrtaceae showed the highest species richness. The similarity index indicated

  20. Estrutura e relações ambientais de grupos florísticos em fragmento de floresta estacional subtropical

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suzane Bevilacqua Marcuzzo

    2013-04-01

    Full Text Available Este estudo teve por objetivos analisar a estrutura de grupos florísticos na vegetação arbórea-arbustiva de um trecho de encosta de Floresta Estacional Subtropical, no Parque Estadual Quarta Colônia, RS, e determinar fatores ambientais importantes na ocorrência das espécies, a fim de subsidiar programas de restauração de áreas degradadas como ecossistema de referência. Para isso, foi realizado estudo fitossociológico em 12 parcelas de 200 m² (10 x 20 m, distantes 20 m entre si, distribuídas sistematicamente em quatro faixas de 100 m entre si, seguindo gradiente de topografia. Em cada parcela foram realizadas a identificação e a medição da circunferência à altura do peito (CAP e da altura total dos indivíduos arbóreos e arbustivos, ou seja, com CAP > 15 cm, denominado componente arbóreo. Os dados do sub-bosque foram obtidos em parcelas circulares com raio de 1,78 m, instaladas no centro das parcelas de 10 x 20 m, medindo-se indivíduos com altura > 30 cm e CAP <15 cm. As variáveis ambientais foram compostas pela declividade, pela intensidade luminosa, pelas características químicas e textura do solo. Os dados foram analisados segundo a estrutura e diversidade da vegetação por meio da análise de agrupamento pelo método TWINSPAN (Two-way Indicator Species Analysis e da ordenação pelo método CCA (Análise de Correspondência Canônica. Foi identificada a formação de dois grupos florísticos. A composição de espécies de cada grupo pertence a diferentes estágios de sucessão natural, conforme histórico de uso agrícola, e, segundo suas características funcionais, podem ser indicadas para programas de restauração florestal.

  1. ASPECTOS DA BIOLOGIA REPRODUTIVA DE Drimys brasiliensis Miers (WINTERACEAE EM FLORESTA OMBRÓFILA MISTA, SUL DO BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Mariot

    2014-01-01

    Full Text Available Drimys brasiliensis Miers, locally known as “cataia” or “casca-de-anta”, is a native tree of “Floresta Ombrófila Mista”, in Brazil. Its bark has been used for medicine, through the exploitation of plants of natural populations. The present work aimed to study aspects of reproductive biology of Drimys brasiliensis in order to establish strategies for sustainable management and conservation, in order to generate alternative income from the exploitation of this non-timber forest product. Studies about reproductive phenology (296 plants during 2 years and a half, pollination and dispersal ecology, and floral biology were realized. The flowering season occurred the summer, with its peak in January. There are unripe fruits throughout the year, becoming ripe fruits as the temperature increases. There is a superposition of unripe and ripe fruit phenology from different flowering seasons. Ripe fruits are then, available for animals throughout the year. Hymenopteras are flower visitors with major potential for gene flow via pollen, but their frequency is low, like others flowers visitors, despite the high flowers production and pollen viability. Therefore, the highest fruit production which was seen comes from self-fecundation. The primary fruit dispersers are rare, birdsbeing observed. However, the secondary dispersal of seeds that reach the ground by barocory is high.

  2. Crime sem castigo : a efetividade da fiscalização ambiental para o controle do desmatamento ilegal na Amazônia

    OpenAIRE

    Schmitt, Jair

    2016-01-01

    O desmatamento na Amazônia se intensificou a partir dos anos de 1990 e é uma das principais fontes de emissão dos gases do efeito estufa, que provocam alterações no clima do planeta. Frente ao intenso processo destrutivo da floresta, o governo brasileiro estabeleceu estratégias para conter esse problema ambiental, dentre as quais a fiscalização ambiental é a principal delas, ou seja, o instrumento de comando e controle. Assim, o objetivo deste trabalho foi analisar a efetividade da fiscalizaç...

  3. Floral biology and a pollinator effectiveness test of the diurnal floral visitors of Tabernaemontana undulata Vahl. (Apocynaceae in the understory of Amazon Rainforest, Brazil Biologia floral e teste da efetividade de polinização dos visitantes florais diurnos de Tabernaemontana undulata Vahl. (Apocynaceae no sub-bosque da Amazônia Central, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thaysa Nogueira de Moura

    2011-06-01

    Full Text Available In this paper we examined the floral biology, per-visit effectiveness, frequency of visits and relative abundance of the diurnal floral visitor taxa of T. undulata (Apocynaceae at two populations located in the primary forest and in a disturbed area connected to the continuous forest. Its hermaphrodite flowers show a long and narrow floral tube and introrse anthers form a cone around the apex of the style head where the pollen is deposited. The stigmatic head has three functional regions, in a complex pollination mechanism favoring cross-pollination. In the pollinator censuses conducted in the primary forest population we registered Eulaema bombiformis. In the disturbed area Euglossa sp. was responsible for visits on T. undulata fl owers. Eulaema bombiformis was not absent in the disturbed area, but preferred to forage on pollen and nectar-rich flowers of two neighboring flowering species. In the primary forest, T. undulata was the only fl owering treelet at the end of the dry season. Signifi cant differences were not observed regarding the frequency of visits and relative abundance among the diurnal flower visitors at both sites. In the per-visit effectiveness experiment among flower visitors, we observed one fruit produced aft er E. bombiformis' visits. Due to the complex breeding system of T. undulata in that it is characterized by very low fruit production even under natural conditions, an indirect measure of pollinator effectiveness is needed in at a future stage of this study in order to clarify the role of these bee species as pollinators of T. undulata.Neste estudo foi examinada a biologia floral, a efetividade da polinização, freqüência de visitas e abundância relativa dos visitantes florais diurnos de T. undulata (Apocynaceae em duas populações localizadas em floresta primária e em uma área perturbada conectada à mata contínua. Suas flores hermafroditas apresentam um longo e estreito tubo floral. Anteras introrsas formam um

  4. Leaf structure, microanalysis and characterization of the latex protein profile of Pachystroma longifolium (Nees I.M. Jonhst. (Euphorbiaceae in a seasonally dry Atlantic Forest Estrutura foliar, microanálise e caracterização do perfil protéico do látex de Pachystroma longifolium (Nees I.M. Jonhst. (Euphorbiaceae em uma Floresta Atlântica semidecidual

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Guilherme Rodrigues Rabelo

    2011-03-01

    Full Text Available Pachystroma longifolium is an evergreen species of Euphorbiaceae that occurs in tabuleiro forest, a type of lowland Atlantic Forest. The site chosen for this study was a fragment of tabuleiro forest that has a history of being selectively logged for timber. P. longifolium is very successful at colonizing disturbed areas in this forest fragment in comparison with preserved fragments. In the present work, which was based on using different microscopy (electron and light microscopy, X-ray analysis and biochemistry techniques, we describe the leaf and latex traits of P. longifolium and their role as defense mechanisms against desiccation and herbivory. Our results suggest the richness of P. longifolium populations, in the disturbed forest area studied, is primarily a consequence of unpalatable leaves because of an abundance of calcium oxalate crystals in the subjacent epidermis; the presence of phenolic compounds in the adaxial surface; and a laticifer system that contains a complex mixture of proteins, which provides resistance to herbivores. In addition, this species is resistant to desiccation during dry periods because of an extensive amount of wax that occurs on the outer cell walls of the epidermis, and its ability to retain water because of a biseriate epidermis.Pachystroma longifolium é uma espécie perenifólia de Euphorbiaceae presente na floresta de tabuleiros, uma formação de floresta estacional semidecidual de terras baixas da Mata Atlântica. A área de estudo é um fragmento de floresta de tabuleiros com histórico de corte seletivo de madeira, na qual P. longifolium apresenta grande sucesso na colonização de áreas perturbadas em comparação com outras áreas mais preservadas dentro deste fragmento. No presente trabalho nós caracterizamos a estrutura foliar e látex de P. longifolium e sua importância como mecanismos de defesa contra dessecação e herbivoria a partir de diferentes técnicas de microscopia (microscopia eletr

  5. A incorporação de corredores de conectividade no manejo de florestas industriais utilizando a heurística da RazãoR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Mauro Magalhães Ávila Paz Moreira

    2010-06-01

    Full Text Available Modelos de planejamento florestal com restrições espaciais resultam em problemas matemáticos combinatoriais de difícil resolução. O procedimento mais apropriado, neste caso, é desenvolver métodos heurísticos, em vez das técnicas tradicionais de programação linear. O objetivo deste trabalho é aplicar, aprimorar e avaliar o desempenho da heurística denominada RazaoR (NOBRE e RODRIGUEZ, 2005, desenvolvido para a solução de problemas de planejamento florestal formulados integralmente com variáveis binárias e de acordo com o modelo Tipo I (JOHNSON e SCHEURMAN, 1977 apud CLUTTER et al., 1992, p. 281. O método incorpora restrições espaciais de conectividade entre os fragmentos de vegetação nativa adjacentes às florestas de produção. O déficit de conectividade das soluções foi avaliado a partir de um algoritmo recursivo baseado na Teoria de Grafos e em técnicas de programação dinâmica. Como estudo de caso, utilizou-se uma fazenda de uma empresa de celulose do estado de São Paulo. A heurística foi eficaz e eficiente no número de iterações necessárias para encontrar medidas viáveis para o problema, mostrando-se ineficiente apenas no tempo computacional exigido. Os valores da função objetivo das soluções encontradas variaram de 99,71% a 99,83% do valor da solução ótima, com uma média de 48 iterações.Planning models that connect natural forests through corridors formed by industrial forests result in combinatorial mathematical problems that are difficult to solve and demand special techniques. The main objective of this paper is to apply, improve and evaluate the performance of a heuristic method named R-ratio (NOBRE and RODRIGUEZ, 2005, developed to solve forest planning problems that consider exclusively binary variables and are formulated as a model Type I harvest scheduling problem (JOHNSON and SCHEURMAN, 1977 apud CLUTTER et al., 1992, p. 281. The solution's connectivity deficit was evaluated by a

  6. Variação anual na abertura do dossel, temperatura e umidade do ar no sub-bosque de três ambientes florestais no sul da Bahia, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marayana Prado Pinheiro

    2013-03-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5902/198050988445Visando contribuir para o conhecimento dos fatores físicos que afetam a estrutura da comunidade vegetal em remanescentes de mata atlântica do sul da Bahia foi analisada a variação anual do microclima do sub-bosque num fragmento de floresta de encosta na Reserva Particular do Patrimônio Natural Serra do Teimoso (RST e num sistema agroflorestal rústico utilizado para o cultivo do cacau (Cabruca, localizado nas proximidades da RST. Dados da abertura do dossel (CO, da temperatura do ar (Ta, da umidade relativa do ar (RH e do déficit de pressão de vapor (VPD foram coletados entre abril de 2005 e abril de 2006 na base (RSTB, 340 m e no topo (RSTT, 640 m da RST e na Cabruca (CB, 250 m. Dados de precipitação pluvial, Ta, RH e VPD foram também coletados numa área aberta (OA, 270 m. As maiores precipitações (> 100 mm ocorreram em Novembro de 2005 e Abril de 2006, enquanto outubro de 2005 foi o mês mais seco (< 20 mm. CO variou entre 2,5% na CB (Abril, 2006 e 7,7% na RST (Outubro, 2005. Os baixos valores de pluviosidade registrados em Outubro de 2005 afetaram VPDmax em todos os ambientes. Estes efeitos foram mais pronunciados em OA, seguido de CB, RSTB e RSTT. Os valores de Ta, RH e VPD em CB foram mais próximos aos valores observados em OA do que aos valores observados no interior da floresta.

  7. Fenologia reprodutiva de Dipteryx odorata (Aubl. Willd (Fabaceae em duas áreas de floresta na Amazônia Central Reproductive phenology of Dipteryx odorata (Aubl. Willd (Fabaceae in two forest areas in the Central Amazon

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antonio Moçambite Pinto

    2008-12-01

    Full Text Available Estudos fenológicos de longa duração em florestas tropicais são raros. Foi realizado o acompanhamento fenológico de Dipteryx odorata, no período de 1974 à 2000, em duas áreas de floresta amazônica: a Reserva Florestal Ducke (RFD e Estação Experimental de Silvicultura Tropical (EEST. O objetivo foi observar os padrões fenológicos nas duas áreas, verificar a regularidade da floração e frutificação num período de 27 anos e a influência dos fatores climáticos nestes eventos. Foram marcados cinco indivíduos na RFD e cinco na EEST e observados quanto à produção de flores, frutos imaturos e maduros. A floração e a produção de frutos imaturos apresentaram padrão irregular nas duas áreas observadas, variando quanto a época de ocorrência e a duração entre anos e estações, mas apresentaram freqüência de ocorrência similar nos 27 anos observados. Para a fenofase frutos maduros este padrão foi diferente, com intervalos de até três anos sem ocorrência de frutos maduros, na RFD e de sete anos na EEST. Conclui-se que a freqüência de ocorrência das fenofases de floração e frutos imaturos foi anual e a de frutos maduros supra-anual, todas com padrão irregular e duração de intermediária a prolongada. Ocorreu variação de um a três anos entre episódios de floração e frutos imaturos e de um a sete anos entre episódios de frutos maduros, não ficando evidente, nesta análise, a influência dos fatores climáticos nos padrões observados. Sugere-se o uso racional dos produtos derivados de Dipteryx odorata, o cumaru, especialmente quanto à exploração de seus frutos e o desenvolvimento de mais estudos de longa duração, fundamentais para entender os padrões fenológicos reprodutivos e de oferta de recursos em florestas tropicais.Long term phenological studies in tropical forests are scarce. A phenological study of Dipteryx odorata was carried out from 1974 to 2000 in two areas of Amazon Forest: Reserva

  8. ESTRUTURA E POTENCIAL FUTURO DE UTILIZAÇÃO DA REGENERAÇÃO NATURAL DE FLORESTA DE VÁRZEA ALTA NO MUNICÍPIO DE AFUÁ, ESTADO DO PARÁ

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Roberto Soares Scolforo

    2003-05-01

    Full Text Available O presente estudo teve como objetivo analisar a estrutura e indicar as probabilidade de utilização futura da regeneração natural de uma floresta não-explorada de várzea alta localizada no município de Afuá (0° 09’ 24” S e 50° 23’ 12” W, ao norte do estado do Pará. Foram amostradas 29 subparcelas de 100 m2 nas quais se mediu a altura (h de árvores e palmeiras com h  0,30 m até o diâmetro a 1,30 m do nível do solo (DAP  15 cm, e o diâmetro das árvores compreendidas entre h  3,0 m até DAP  15 cm. A densidade total foi 30.969 indivíduos/ha, pertencentes a setenta espécies, 57 gêneros e 25 famílias botânicas, com índice de diversidade de Shannon (H’ de 2,68. As espécies mais importantes foram: Virola surinamensis, Euterpe oleracea, Astrocaryum murumuru, Geonoma laxiflora e Guarea guidonia. Muitas espécies são utilizadas como alimento pela fauna local, além de servirem como fonte de madeira e/ou, de produtos florestais não-madeireiros; algumas destas funcionam como complementação à dieta alimentar dos ribeirinhos, tais como: Eschweilera coriacea, Gustavia augusta, Inga Alba, Nectandra cf. risi e Protium spruceanum.

  9. OCORRÊNCIA DE FABACEAE DA ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL DA FAZENDINHA, MACAPÁ, AMAPÁ, BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrick de Castro Cantuária

    2017-06-01

    Full Text Available A família Fabaceae é considerada, por diversos autores, como uma das três maiores famílias de plantas em número de espécies, estando distribuídas por todo o planeta. O presente trabalho tem como objetivo investigar a diversidade de espécies da família Fabaceae na Área de Proteção Ambiental (APA da Fazendinha, localizada no Estado do Amapá, Município de Macapá, em que o ecossistema predominante é a floresta de várzea. As coletas e a herborização das Fabaceae foram realizadas mediante técnicas usuais em botânica e informações ecológicas. Dessa forma, verificou-se no levantamento que a família Fabaceae, o gênero Mora Benth. com maior frequência de espécimes. Tais informações podem auxiliar tanto a elaboração do plano de manejo da unidade de conservação quanto o entendimento do seu nível de perturbação. Palavras-chave: Fabaceae, Fitossociologia, Unidade de Conservação.

  10. A sustentabilidade da habitação do seringueiro amazônico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valdeci Candido de Lima

    2010-12-01

    Full Text Available Este artigo, com área de concentração em tecnologia das construções, propõe-se a pesquisar e identificar a sustentabilidade da casa do seringueiro amazônico, construída nos seringais acreanos, a partir do final do século 19 e segunda metade do século 20. Busca trazer subsídios bibliográficos, históricos e fatores construtivos determinantes, os quais atribuíram significados a esse modelo de construção, identificando-o como habitação sustentável. O seringueiro, homem rude, migrante em sua maioria, tangido pelas secas dos sertões nordestinos, em busca de riquezas, ao chegar às regiões da Amazônia, para cortar seringa e produzir a borracha, embrenhou-se nas densas florestas, ricas em fauna e flora. Um território abundante em seringueiras, castanheiras, bambus, palmeiras e toda espécie de madeiras nobres, um mundo desconhecido. A partir dessa ocupação passa a ser conhecido em decorrência da batalha pelo controle da borracha. Assim, o Acre surge para o Brasil e para o mundo. A população nordestina, sem condição financeira, e considerando as necessidades iniciais na época da ocupação, toma como modelo de habitação a oca indígena, misturando-a às lembranças das casas de seus locais de origem. Desse modo, com técnicas rudimentares construíram, nas colocações dos seringais, suas casas, com matéria-prima retirada da floresta, tais como a madeira, paxiúba, a palha da palmeira, o cipó, o bambu, tudo sem agredir o meio ambiente. Aprendeu a protegê-la das intempéries, imprimindo a essa habitação uma interação com a natureza, por meio de espaços abertos, integrados e ventilados. Esses dados têm como fonte a história de formação do Acre, cujas descrições apresentam o modelo arquitetônico das moradias que, ao final, vão desenhar a casa do seringueiro acreano como habitação sustentável.

  11. Efeito do gradiente altitudinal/latitudinal sobre espécies de aves florestais da família Furnariidae na Bacia do Rio Tibagi, Paraná, Brasil Effect of altitudinal/latitudinal gradient about forest ovenbirds species (Aves: Furnariidae in the Tibagi river basin, Paraná, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando de L. Fávaro

    2006-03-01

    Full Text Available Variações na riqueza e abundância de Furnariidae florestais foram analisadas ao longo do gradiente altitudinal/latitudinal da bacia do rio Tibagi (BRT, Paraná, Brasil. A Floresta Ombrófila Mista (1060 m a.n.m. é a formação dominante no sul da BRT, enquanto que a Floresta Estacional Semidecidual (298 m a.n.m., ocorre no norte. O número total de espécies obtidas na BRT foi 14. A riqueza e a abundância de Furnariidae foram maiores no sul (12 espécies, IPA = 2,01 do que no norte (cinco espécies, IPA = 0,45 da BRT. As similaridades também foram altas entre o sul e o centro da BRT. A estrutura da comunidade de Furnariidae também apresentou correlação positiva entre o sul e o centro da BRT (coeficiente de correlação por postos de Spearman; r s = 0,96, r s = 0,89, r s = 1,00. As relações evolutivas de alguns representantes de Furnariidae com o sul da América do Sul e com os Andes podem explicar a maior presença desta família no sul da BRT. Um outro aspecto que também pode ajudar a explicar os resultados apresentados por Furnariidae são as semelhanças entre a Floresta Ombrófila Mista do sul da BRT e outras florestas temperadas da América do Sul.Variations in richness and abundance of forest ovenbirds (Aves: Furnariidae were studied along an altitudinal/latitudinal gradient of the Tibagi river basin (TRB, southern Brazil. Mixed Temperate Rain Forest (1060 m a.s.l. is the dominant forest in the southern TRB while Seasonal Semideciduous Forest (298 m a.s.l. occurs in the northern. The total number of species obtained in the TRB was 14. Richness and Abundance of Furnariidae were greater in the southern (12 species, IPA = 2.01 than in the northern (five species, IPA = 0.45 TRB. Similarities were also greatest in the southern and in the middle TRB. The community structure of Furnariidae also presented a positive correlation between the southern and the middle TRB (Spearman's rank correlation coefficient; r s = 0.96, r s = 0.89, r s

  12. Fungos filamentosos do solo da Ilha dos Eucaliptos na Represa do Guarapiranga em São Paulo, SP

    OpenAIRE

    Santos,Valéria Barros dos; Wellbaum,Christian; Schoenlein-Crusius,Iracema Helena

    1998-01-01

    Foi estudada a diversidade dos fungos do solo da Ilha dos Eucaliptos na Represa do Guarapiranga em São Paulo, SP, sob floresta de Eucalyptus, mata de interseção e mata secundária remanescente, em duas épocas climáticamente distintas: março - época quente e úmida (verão) e junho - época fria e seca (inverno) de 1996. Os fungos filamentosos foram isolados pelos métodos da diluição em série e placa de solo. A similaridade entre as micotas foi estabelecida pelo índice de Sörensen. No total foram ...

  13. As viagens de Nísia Floresta: memória, testemunho e história The travels of Nísia Floresta: memory, testimony, and history

    OpenAIRE

    Constância Lima Duarte

    2008-01-01

    Dentre os escritores brasileiros do século XIX, que registraram suas viagens em livros, destaca-se Nísia Floresta Brasileira Augusta. Nascida no interior do Rio Grande do Norte, em 1810, ela residiu em Pernambuco, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro antes de se mudar para a Europa, em 1849, e visitar diferentes países até falecer, em 1885, em Rouen, na França. Dos 15 títulos que publicou - romance, novela, contos, poemas e ensaios, escritos em português, francês e italiano -, estão os interess...

  14. Fungos gasteróides da Floresta Nacional do Araripe-Apodi, Brasil

    OpenAIRE

    BARBOSA, Marcos Mateus Barros

    2015-01-01

    Os fungos gasteroides são um grupo artificial pertencente ao filo Basidiomycota caracterizados, principalmente, pelo desenvolvimento angiocárpico do basidioma e liberação passiva dos esporos. Seus principais representantes são as bufas-de-lobo, bufas-de-lobo-estipitadas, estrelas-da-terra, fungos ninhos de passarinhos, tentáculos fedorentos e fungos clatrados. Desde o seu estabelecimento em 1821, a classe foi pontualmente estudada resultando em diversas classificações sempre te...

  15. Pseudoescorpiões (Arachnida da vegetação de sub-bosque da floresta primária tropical de terra firme (Coari, Amazonas, Brasil Pseudoscorpions (Aracnida in the undergrowth vegetetion in dryland forest in Coari, Amazonas, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nair Otaviano Aguiar

    2003-01-01

    Full Text Available Foi encontrada uma riqueza de 15 espécies de pseudoscorpiões, de 12 gêneros e 5 famílias (Chthoniidae, Geogarypidae, Olpiidae, Atemnidae e Chernetidae, habitando diferentes plantas da vegetação do sub-bosque, em floresta primária de terra firme, no alto rio Urucu, Coari, Amazonas, no período de 1991 a 1996. As plantas foram examinadas pelo método de "bateção". Apolpium aff. vastum foi à espécie mais freqüente e abundante sobre as plantas. Dentre os tipos de plantas avaliados, as maiores diversidades de espécies de pseudoscorpiões foram registradas nas pequenas palmeiras, tanto com fronde junto ao chão, como elevada acima do chão. A análise da composição das espécies que ocorreram sobre os diferentes tipos de plantas avaliadas foi realizada pelo "modo-Q", tendo como base a matriz de coeficientes de similaridade de "Jaccard", o que demonstrou maior similaridade entre a fauna das palmeiras e outras plantas que acumulam detritos acima do chão, entre as bromélias e entre aráceas de chão e outras plantas que acumulam detritos junto ao chão.A richness of 15 pseudoscorpion species, 12 genera belonging to 5 families (Chthoniidae, Geogarypidae, Olpiidae, Atemnidae and Chernetidae were found in the undergrowth vegetation of the dryland forest, at the upper Urucu river, Coari, Amazonas, from 1991 to 1996, and was collected by the "beating tray" method. Apolpium aff. vastum was the most frequent and abundant species in the undergrowth forest vegetation. Among the various types of plants examined, the majority of the pseudoscorpions occurred in small palms (in the ground-trenched palms as much as the erect stemmed palms. To appraise the specie's composition of these arachnids found in the different kinds of plants, the Q-mode analysis was used based on Jaccard's similarity coefficients. The coefficients that showed the greatest similarity were between the fauna of the palms and other plants that accumulate litter on top of the

  16. Detecção da Infraestrutura para Exploração Florestal em Rondônia Utilizando Dados de Sensoriamento Remoto

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ekena Rangel Pinagé

    Full Text Available RESUMOA infraestrutura para exploração florestal é fundamental nas atividades de exploração madeireira, mas responde por grande parte dos impactos ambientais dessa atividade. O presente estudo aplicou e testou cinco técnicas de processamento digital de imagens orbitais com três resoluções espaciais distintas para a detecção de estradas e pátios florestais construídos em áreas sob manejo florestal sustentável na Floresta Nacional do Jamari, estado de Rondônia. Os resultados mostraram que o NDVI e a Análise de componentes principais apresentaram a melhor acurácia global nas resoluções espaciais de 5 e 10 metros e na de 30 metros, respectivamente. De maneira geral, a acurácia do produtor para a classe de interesse não foi alta, alcançando no máximo 39,2%, e índice Kappa de 0,38. A baixa performance das técnicas de geoprocessamento utilizadas na detecção de florestas exploradas seletivamente está relacionada às alterações ocorridas no dossel da floresta manejada, pouco perceptíveis em imagens de satélite.

  17. Viable yet Protected for Future Generations? An Examination of the Extensive Forest-Based Tourism Market

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hana Sakata

    2012-12-01

    Full Text Available Abstract This article focuses on forest tourism and rainforests in particular, and explores their potential to contribute to the global tourism industry. The specific objectives of the study were to develop a profile, including motivations, of tourists visiting the Wet Tropics rainforest of Australia and to identify previous patterns of forest visitation in both Australia and other global destinations. A survey of 1,408 visitors conducted at a number of Wet Tropics rainforest sites in the tropical north region of Australia found that over 37% of the sample had previously visited forests while on holidays indicating that forest-based tourism is a major component to the nature-based market. Countries and forested sites in South-East Asia were the most popular as holiday attractions with over 13% of respondents having visited these sites. This was followed by countries of the South Pacific, North America, South America, Central America, Africa, South Asia and China, the Caribbean and Europe. While overall this is a promising result, forest-based tourism faces a number of pressures including urban settlement, extractive industries and in the near future climate change. Keywords: forests; rainforests; nature-based tourism; Tropical North Queensland; Wet Tropics rainforest. Resumo Este artigo enfoca o turismo de florestas e florestas tropicais em particular e explora seu potencial em contribuir para a indústria de turismo global. Os objetivos específicos deste estudo foram: desenvolver um perfil, incluindo as motivações, dos turistas que visitam a Wet Tropics, floresta tropical da Austrália e identificar padrões anteriores de visitação de florestas tanto na Austrália quanto em outros destinos globais. Uma pesquisa com 1.408 visitantes conduzida em vários locais com florestas tropicais Wet Tropics na região tropical norte da Austrália concluiu que mais de 37% da amostra já tinham visitado previamente as florestas quando estavam em f

  18. Sample intensity in ombrophilous open forest at Verde Para Sempre Extractive Reserve, Porto de Moz, PA = Intensidade amostral em Floresta Ombrófila Aberta na Resex Verde Para Sempre, Porto de Moz, PA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabio Miranda Leão

    2018-03-01

    Full Text Available Determining the ideal sampling intensity is important to guarantee data closer to reality with less cost and time in the forest inventory. The objective of this paper was to evaluate the influence of different sample intensities to estimate the floristic composition, species diversity and the timber volume, beyond compare the results with their respective parameters obtained in the census of an ombrophilous open forest area in Verde Para Sempre Extractive Reserve. Was simulated a random sampling with sampling units of 1 ha and several sample intensities: 5%, 10%, 15% and 20% in an area of 200 ha that it was submitted to a forest census. It was evaluated the phytosociological parameters such as structure and diversity, and the estimated errors in the sampling intensities for the volume. The forest has a structure with high diversity and species of high economic value, indicating the existence of an aptitude for sustainable forest management. The treatment with 5% and 10% sample intensity were not enough to contemplate all the species in the area and estimate the volume inside to the required accuracy limit, maximum of 10% sampling error. The treatments of 15% and 20% resembled the parametric value regarding floristic composition, species diversity and volumetry of the forest census of the area, showing no significant difference between them. The analysis of the phytosociological structure showed the importance of using sample inventories to evaluate the economic potential of an area and its suitability for forest management. = Determinar a intensidade amostral ideal é importante para garantir dados mais próximos da realidade com menor custo e tempo na realização do inventário florestal. Assim, objetivou-se avaliar a influência de diferentes intensidades amostrais para estimar a composição florística, a diversidade de espécies e o volume de madeira, bem como comparar esses resultados com seus respectivos parâmetros obtidos pelo censo de

  19. Geochemistry and Geochronology U-Pb SHRIMP of granites from Peixoto de Azevedo: Alta Floresta Gold Province; Geoquimica e geocronologia U-Pb (SHRIMP) de granitos da regiao de Peixoto de Azevedo: Provincia Aurifera Alta Floresta, MT

    Energy Technology Data Exchange (ETDEWEB)

    Silva, Fernanda Rodrigues da; Barros, Marcia Aparecida Sant' Ana; Pierosan, Ronaldo; Pinho, Francisco Edigio Cavalcante; Tavares, Carla; Rocha, Jhonattan, E-mail: geologia.fernanda@gmail.com, E-mail: mapabarros@yahoo.com, E-mail: ronaldo.pierosan@gmail.com.br, E-mail: aguapei@yahoo.com, E-mail: carlageologia@hotmail.com, E-mail: geologojrocha@live.com [Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Cuiaba, MT (Brazil). Inst. de Ciencias Exatas e da Terra; Rocha, Mara Luiza Barros Pita; Vasconcelos, Bruno Rodrigo; Dezula, Samantha Evelyn Max, E-mail: marapita1@yahoo.com.br, E-mail: brunovasc@gmail.com, E-mail: samanthadezula@gmail.com [Universidade de Brasilia (UNB), Brasilia, DF (Brazil). Programa de Pos-Graduacao em Geologia

    2014-09-15

    The analysis of petrographic, geochemical and geochronological data of granites in the Peixoto de Azevedo region, Mato Grosso, Brazil, in the eastern portion of the Alta Floresta Gold Province, led to the recognition of two granitic bodies bounded by regional major faults and shear zones. In the northwestern portion a body with featured as biotite granodiorite, coarse-grained, with porphyritic to inequigranular texture, metaluminous to peraluminous, high-K calc-alkaline and magnesium character. In the southeastern portion of the area, a biotite monzogranite coarse-grained, with equigranular to porphyritic texture, slightly peraluminous, high-K calc-alkaline and dominantly of ferrous character. U- Pb dating (SHRIMP) showed that the biotite monzogranite has an age of 1869 ± 10 Ma, similar to the Matupa Intrusive Suite, while the biotite granodiorite has an age of 1781 ± 10 Ma, that is the age expected to Peixoto Granite. Both units show patterns of rare earth elements with enrichment of light over heavy and negative Eu anomaly (La{sub N}/Yb{sub N} » 7.6 to 17.31 and ratios Eu/EU{sup ⁎} between 0.46 – 0.72 for biotite monzogranite and La{sub N}/Yb{sub N} » 7.13 to 29.09 with ratios Eu/Eu{sup ⁎} between 0.25 - 0.40 for the biotite granodiorite). Trace elements pattern for both present negative anomalies of Ba, P, Ti and Nb indicating an evolution from mineral fractionation and subduction related sources. In this paper, it is suggested that the monzogranite Matupa was developed in mature arc tectonic environment. For the Peixoto Granite, two hypotheses are suggested: (a) it was developed in younger magmatic arc environment associated with the Colider Magmatism or (b) it was generated in extensional tectonic environment during the Columbia Super continent break up. (author)

  20. Estimativa da área da folha da batateira utilizando medidas lineares Evaluation of the potato plant leaf area using linear measures

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo CC Silva

    2008-03-01

    Full Text Available O objetivo deste experimento foi determinar o modelo mais apropriado para estimar a área da folha da batateira, utilizando-se medidas de comprimento e largura da folha. Foram coletadas 300 folhas de 300 plantas de batata, cultivar Monalisa, de forma aleatória, aos 21 e 56 dias após a emergência (DAE. Em laboratório, foram medidos o comprimento (C, a largura (L e a área de cada folha (AF. Os dados foram submetidos à análise de regressão com o valor da AF sendo considerado a variável dependente e os valores de comprimento e largura de folha as variáveis independentes. Foram testados três modelos estatísticos: linear, exponencial e logarítmico. A AF da batateira foi mais precisamente estimada (R² = 0,88, usando as medidas, L e C (AF = 0,2798**LC + 71,267. Para maior rapidez e praticidade, a AF da batateira, foi também apropriadamente estimada medindo-se apenas L ou C da folha e utilizando-se as equações AF = 0,0479**L + 10,777 (R² = 0,83 ou AF = 0,0659**C + 12,979 (R² = 0,82. A área foliar estimada 21 DAE, utilizando o modelo linear foi de 234,41 cm², sendo que o valor real medido, foi de 185,52 cm². Aos 56 DAE, a área foliar estimada pelo mesmo modelo foi de 175,60 cm², o valor real medido, foi de 176,01 cm². Com um dos modelos propostos, a área da folha pode ser estimada em tempo real, de forma rápida e sem a necessidade de coletar a folha.The objective of this experiment was to determine the most appropriate model to estimate potato leaf area through the leaf length and width. 300 leaves of 300 potato plants, cv. Monalisa were collected in an aleatory way, 21 and 56 days after the plant emergence (DAE. In laboratory, the length (C, width (L and area of each leaf (AF were measured. The data were submitted to the regression analysis with the AF value as a dependent variable and the leaf length and width values as the independent variables. Three statistical models were tested (linear, exponential and logarithmic. Potato

  1. Regeneração pós-fogo em um fragmento de floresta estacional semidecidual no município de Viçosa, MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sebastião Martins Venâncio

    2002-01-01

    Full Text Available Estudou-se a vegetação colonizadora seis meses após perturbação por fogo, em uma á rea do Campus da Universidade Federal de Viçosa, em Viçosa (20o 45’ S, 42o 51’ W , MG. A á rea total de floresta secundá ria atingida por incê ndio foi de 12 hectares, apresentando níveis diferenciados de destruição da vegetação. O estudo concentrou-se no trecho onde o efeito do fogo foi mais drá stico, com a destruição total da cobertura vegetal. Dentro da á rea de estudo, foram comparadas duas toposseqüê ncias de relevo: côncavo (ravina e convexo (crista. Em cada toposseqüê ncia, foram instaladas dezoito parcelas contíguas de 5x5 m, totalizando 36 parcelas, nas quais foram identificadas todas as plantas vasculares. No total, foram amostradas 75 espécies, pertencentes a 26 famílias. As famílias mais ricas em espécies foram: Asteraceae (14, Poaceae (10, Malvaceae (7 e Fabaceae (6. Na toposseq üê ncia crista as espécies com maior valor de cobertura foram: Sida carpinifolia seguida de Melinis minutiflora, Diodia alata e Eupatorium laevigatum, e na ravina: Melinis minutiflora, Eupatorium laevigatum, Sida carpinifolia e Sidastrum paniculatum. Todas as parcelas apresentaram mais de 90% da á rea coberta por vegetação herbá cea e subarbustiva, destacando a importâ ncia dessa vegetação inicial na proteção do solo contra processos erosivos em relevos acidentados.

  2. Avifauna em fragmentos da Mata Atlântica

    OpenAIRE

    Dário,Fábio Rossano; De Vincenzo,Maria Cristina Veiga; Almeida,Álvaro Fernando de

    2002-01-01

    O estudo foi realizado em área localizada na Serra do Mar, no domínio da Mata Atlântica, na formação florestal denominada Floresta Ombrófila Densa Atlântica, no Município de Paraibuna, Estado de São Paulo, Brasil (localizado entre 23º31? e 23º33? de latitude Sul, 45º39? e 45º42? de longitude Oeste, e entre 944 a 1,136m de altitude). Foram estudados três fragmentos de vegetação natural de 47, 26 e 4 hectares, e uma área de plantio de eucaliptos adjacente, sendo a vegetação dos fragmentos compo...

  3. Composição e estrutura de uma floresta ribeirinha no sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniel Dutra Saraiva

    2011-09-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2011v24n4p49 A vegetação ribeirinha ocupa uma das áreas mais dinâmicas da paisagem, e apresenta espécies altamente especializadas e adaptadas a uma variedade de distúrbios ocorrentes na zona ripária. Foi realizado um levantamento fitossociológico com o objetivo de descrever a composição florística e a estrutura fitossociológica do componente arbóreo, assim como destacar algumas características dinâmicas das espécies que o compõem, em uma floresta ribeirinha no rio Jaguarão, sul do Brasil.  Foram amostradas todas as árvores com DAP ≥ 5 cm em 25 parcelas de 10 × 10 m (0,25 ha. Foram registradas 725 árvores vivas pertencentes a 27 espécies, 24 gêneros e 16 famílias botânicas, e 51 mortas ainda em pé. As famílias com maior riqueza específica foram Myrtaceae e Salicaceae. As espécies com os maiores valores de cobertura (VC e de importância (VI foram Sebastiania commersoniana, Allophylus edulis, Eugenia uniflora e Pouteria salicifolia, acumulando mais de 80% da abundância total registrada.  A diversidade (H’ foi estimada em 1,84 nats.ind.-1 e a equabilidade (J’ em 0,56 nats.ind.-1. Prevaleceram espécies zoocóricas de categorias inciais e intermediárias de sucessão, sendo em sua maior parte provenientes do contingente oeste de migração e de ampla distribuição nas regiões sudeste e sul do Brasil.

  4. Modelagem da biomassa total e da lenha por unidade de área para bracatingais nativos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ronan Felipe de Souza

    2014-02-01

    Full Text Available A bracatinga (Mimosa scabrella Benth. é uma espécie pioneira nativa da Floresta Ombrófila Mista de rápido crescimento e cultivada, predominantemente, na forma de povoamentos puros ou consorciada com culturas agrícolas pelos pequenos e médios produtores da região metropolitana de Curitiba. O objetivo deste estudo foi selecionar equações estimativas da biomassa total e da lenha de bracatingais por unidade de área nas diferentes idades, disponibilizando, assim, uma ferramenta simples e de fácil aplicação durante o processo de comercialização dos povoamentos. Os dados são provenientes de 272 parcelas temporárias com idades variando de 3 a 18 anos. Foram testados 21 modelos tradicionais: 10 aritméticos e semilogarítmicos e 11 logarítmicos. Foram também desenvolvidas equações pelo processo Stepwise a partir de uma matriz de correlação. As equações ajustadas foram comparadas pelo Coeficiente de determinação ajustado (R²aj, Erro-padrão da estimativa percentual (Syx%, teste F e Distribuição gráfica de resíduos. Duas equações para cada caso foram selecionadas, sendo uma tradicional e a outra desenvolvida por Stepwise. Para a biomassa total, foram selecionadas a equação de Clutter e a equação aritmética desenvolvida por Stepwise; e para a biomassa da lenha, a equação da variável combinada, proposta por Spurr, e a equação aritmética de Stepwise. Por fim, realizou-se teste Qui-quadrado (x² a partir de uma amostra de 17 parcelas extraídas da base de dados, em que as quatro equações selecionadas foram consideradas válidas para a estimativa da biomassa total e da lenha dos bracatingais da região metropolitana de Curitiba.

  5. Trap-nesting bees (Hymenoptera, Apoidea in areas of dry semideciduous forest and caatinga, Bahia, Brazil Abelhas (Hymenoptera, Apoidea que nidificam em ninhos-armadilha em áreas de floresta semi-decídua e caatinga, Bahia, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cândida M. L. Aguiar

    2005-12-01

    Full Text Available In this study were examined the species richness and seasonal abundance of cavity-nesting bees in areas of dry semi-deciduous forest and caatinga in the State of Bahia, Brazil. Sampling was done employing two types of trap-nests: bamboo canes and tubes made of black cardboard with dimensions of either 58 x 6 mm or 105 x 8 mm. The traps were inspected once a month. One hundred and forty-six nests of 11 bee species were collected in the forest, and 121 nests of seven species were collected in the caatinga. Five species of cleptoparasitic bees were also reared from these nests. The highest nesting frequencies occurred in the wet season in both areas. Nests parasitism was important only for Centris tarsata Smith, 1874, and was higher at the caatinga site than in the forest. The mortality of pre-emergent adults was high, especially in C. tarsata,Tetrapedia diversipes Klug, 1810 and Euglossa cordata (Linnaeus, 1758. Information on the number of cells per nest, the size, shape, and arrangement of brood cells in the nests, as well as the number of adults produced and the number of generations per year are also presented. Species richness, temporal patterns of nesting, and percentage of parasitism were compared with other habitats.Neste estudo foram investigadas a riqueza de espécies e a abundância sazonal de abelhas que nidificam em cavidades em áreas de Floresta estacional semi-decídua e Caatinga na Bahia. A amostragem foi realizada com dois tipos de ninhos-armadilha (= N.A.: gomos de bambu e tubos de cartolina preta (58 x 6 mm e 105 x 8 mm. Os N.A. foram inspecionados uma vez por mês. Foram coletados 146 ninhos de 11 espécies de abelhas na floresta e 121 ninhos de sete espécies na caatinga. Além disso, cinco espécies de abelhas cleptoparasitas foram criadas a partir destes ninhos. As freqüências de nidificação mais altas ocorreram na estação úmida em ambas as áreas. Parasitismo de ninhos foi importante apenas para Centris tarsata

  6. DISTRIBUIÇÃO E RIQUEZA DE ESPÉCIES ARBÓREAS RARAS EM FRAGMENTOS DE FLORESTA OMBRÓFILA MISTA AO LONGO DE UM GRADIENTE ALTITUDINAL, EM SANTA CATARINA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tiago de Souza Ferreira

    2015-06-01

    Full Text Available RESUMOEste estudo teve por objetivo analisar como a distribuição e riqueza de espécies raras em fragmentos de Floresta Ombrófila Mista ocorrem ao longo de um gradiente altitudinal. Para isso, espécies arbóreas (diâmetro à altura do peito > 5 cm foram amostradas em 10 fragmentos florestais localizados em diferentes pisos altitudinais do Planalto Sul-Catarinense, em uma área total de 10 ha. As espécies que apresentaram número de indivíduos igual ou inferior a 2 em pelo menos um fragmento foram classificadas como raras. A distribuição das espécies foi verificada por meio de dendrograma construído a partir do índice de distância florística de Jaccard e do algoritmo de agrupamento UPGMA. A riqueza total de espécies por fragmento e o número de espécies raras foram comparados entre as subformações montana e alto-montana, por meio do teste de Mann-Whitney (U. As relações entre altitude e os valores de riqueza total e número de espécies raras em cada fragmento foram determinadas por regressões lineares simples. Os resultados indicaram a formação de dois grandes grupos de espécies raras em função do piso altitudinal. Apesar de a riqueza total das comunidades reduzir com o aumento da altitude, o número de espécies raras não apresentou alterações significativas. Conclui-se que na região do Planalto Sul-Catarinense os fragmentos de Floresta Ombrófila Mista apresentam diferentes conjunto de espécies arbóreas raras de acordo com a altitude e que a diminuição da riqueza das comunidades com o aumento do piso altitudinal não é acompanhada pela redução do número de espécies raras.

  7. History, Culture and Memory: Nisia Floresta Literature as Women's Rights Source

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alana Lima de Oliveira

    2016-12-01

    Full Text Available Assuming that the translation practice is a dynamic process of constant movement that mobilizes knowledge, and is, therefore, incompatible with the fixed, stable, and universal idea of the literal translation(which was defended by the traditional theory for many years, we’ve reached the conclusion that the cultural translation accomplished by Nísia Floresta in the text that founded feminism in Brazil, despite being a literary and non-legal one, contributed decisively to the historical statement of women’s human rights, and represents what we can call law’s cultural voyage.

  8. Evolução do uso da terra entre 1996 e 1999 no município de Botucatu-SP Evolution of the land use between 1996 and 1999 at Botucatu Municipality - SP, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sérgio Campos

    2004-04-01

    Full Text Available Este trabalho teve o objetivo de avaliar a evolução do uso da terra no município de Botucatu - SP, no período de três anos, considerando-se seis tipos de cobertura vegetal (cana-de-açúcar, reflorestamento, floresta nativa, pastagem, cítrus e outros, tendo como base as imagens de satélite Landsat 5, bandas 3; 4 e 5, órbita 220, ponto 76, quadrante A, passagem de 8 de junho de 1999. O Sistema de Informações Geográficas - IDRISI for Windows 3.2, foi utilizado para as análises. Os resultados mostraram que esse programa foi eficiente para auxiliar na identificação e mapeamento das áreas com uso da terra, facilitando o processamento dos dados. As imagens de satélite TM/LANDSAT 5 forneceram um excelente banco de dados para a classificação supervisionada. O município não vem sendo preservado ambientalmente, pois apresenta-se coberto com menos de 20% de florestas nativas, mínimo exigido por lei. As áreas de pastagem, principal componente da paisagem do município, confirmam a vocação da região para a pecuária.This study aimed to evaluate the evolution of land use at Botucatu Municipality, during three years, considering six vegetative covers (sugar cane, reforestation, native forest, pasture, citrus orchard and others. As data source, a Landsat TM image, bands 3; 4 and 5, orbit 220, point 76, quadrant A, from June 8, 1999 was used. The Geographic Information System (GIS used to analyze the images was IDRISI for Windows 3.2, and the software was very efficient for identificating and mapping the vegetative cover. The Landsat 5 image was an excellent database for digital classification. The Municipality is not being preserved environmentally, because less than 20% of its area is covered with native forests, the minimum demanded by law. The pasture for cattle-raising is the predominant land use in the studied area.

  9. Padrões de distribuição e diversidade de espécies da mirmecofauna (hymenoptera, formicidae) de uma savana estépica (chaco) no município de Porto Murtinho, Mato Grosso do Sul, Brasil

    OpenAIRE

    Souza, Paulo Robson de

    2014-01-01

    O Gran Chaco é o único bosque seco subtropical do mundo. Considerado a segunda floresta mais extensa da América do Sul, ocorre preponderantemente na Argentina, Paraguai e Bolívia, sendo que apenas sete centésimos da sua área localizam-se no Brasil, no extremo sul da planície pantaneira, onde apresenta quatro fitofisionomias mais marcantes e diversas espécies vegetais endêmicas. Apesar de sua reconhecida importância ecológica no contexto continental, a fração brasileira do Chaco passa por séri...

  10. Características físicas dos minérios de caulim das minas floresta, Cavalheiro, Turvo e Kowalski, em Campo Alegre (SC, e de Trigolândia (PR Physical characteristics of kaolin ores from Floresta, Cavalheiro, Turvo and Kowalski Mines (SC and from Trigolândia Mine (PR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    J. C. Biondiv

    2000-06-01

    Full Text Available A OXFORD fez, em seus minérios, 244 determinações de resistência a flexão, 1601 determinações da retração do minério a 110 ºC, 1508 determinações da retração após queima a 1220 ºC, 877 determinações de perda ao fogo, 1544 de absorção de água, 2288 determinações da dilatação linear a após secagem a 110 ºC e 1128 da dilatação linear após queima a 1220 ºC. Os valores médios, máximos, mínimos e as distribuições dos resultados dessas análises estão mostrados em tabelas e gráficos. Essas determinações e as observações de campo mostram que os depósitos estudados são de dois tipos, denominados Modelo Trigolândia, derivado de pegmatitos, e Modelo Floresta, derivado de rochas vulcânicas ácidas. Com exceção do minério da Mina do Turvo, as médias dos valores das propriedades físicas analisadas estão sempre dentro do intervalo de valores suportado pelo processo industrial da OXFORD. O minério verde, quase todo da Mina Turvo, e o minério marron são os que têm propriedades mais discordantes dos padrões desejados. Nas correlações entre os valores médios das propriedades físicas analisadas foi constatado que as correlações ruins são sempre devidas ao minério de Trigolândia. Considerando todos os valores analisados e não mais as suas médias, nota-se que, com exceção da correlação entre a % de retração após secagem a 110 ºC e a % de retração total, com r = 0,78, todos os outros coeficientes de correlação são muito baixos, menores que 0,60.OXFORD has made 244 determinations of modulus of rupture, 1601 determinations of dry contraction 110 ºC, 1508 determinations of fired contraction 1220 ºC, 877 determinations of ignition loss, 1544 determinations of apparent porosity, 2288 determinations of dry linear dilation (dried at 110 ºC and 1128 determinations of fired linear dilation (fired at 1220 ºC on their kaolin ores. The averages, maximum, minimum and the statistical distribution

  11. MONITORAMENTO DE LEPIDÓPTEROS, ASSOCIADOS A PLANTIOS DE EUCALIPTO DA REGIÃO DE AÇAILÂNDIA (MARANHÃO), NO PERÍODO DE AGOSTO/90 A JULHO/91.

    OpenAIRE

    Zanuncio, José Cola; Fagundes, Marcílio; Araújo, Mauro Seródio Silva; Evaristo, Francisco das Chagas

    1992-01-01

    Muitas das espécies de insetos associadas ao plantios de eucalipto são consideradas pragas, enquanto outras ainda não apresentam uma relação definida com estas florestas. Amostragens quinzenais da entomofauna, realizadas com armadilhas luminosas, no período de agosto/90 a julho/91, revelaram a existência de 263 espécies de Lepidoptera associadas aos plantios de eucalipto da região de Açailândia (Maranhão). Destas, sete são consideradas pragas primarias: Eupseudosoma aberransSchaus, 1905 e Eup...

  12. Subsídios para a proteção de áreas úmidas da bacia do rio Xingu (Mato Grosso, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosely Alvim Sanches

    2012-06-01

    Full Text Available O rio Suiá-Miçu é um importante tributário do rio Xingu, e sua bacia hidrográfica (BHSM, situada no planalto do Parecis, Estado de Mato Grosso, abrange 2,36 milhões de hectares. A BHSM contempla Formações Pioneiras, Cerrados e a Floresta Estacional Perenifólia, cuja composição de espécies é consequência da variabilidade de chuvas e do clima estacional. O objetivo deste trabalho foi caracterizar as áreas úmidas da BHSM e sua importância para a preservação ambiental. O mapeamento da BHSM foi realizado a partir do georreferenciamento de imagens do satélite CBERS-2 (2006, que resultou em um mosaico RGB234 com 20 m de resolução. Esse mosaico permitiu o mapeamento de todas as drenagens da BHSM e, assim, a definição da planície de inundação, complementada pelo cruzamento dos mapas de hidrografia e geomorfologia e trabalhos de campo. Os resultados indicaram mais de 192 mil hectares de área de inundação, dos quais 13% foram desmatados para usos agropecuários. As áreas úmidas da BHSM têm papel importante no suprimento de água durante as estações secas. São compostas de hábitats fluviolacustres e de uma diversidade de vegetação que abarca os campos úmidos, a floresta inundável e as veredas (dominadas pelo buriti Mauritia flexuosa. Apesar de no Brasil existirem leis ambientais para proteção de cursos d'água e das áreas marginais, sua implementação e monitoramento são necessários, dada a fragilidade de ecossistemas presentes na planície de inundação, como no caso da BHSM. Recomendam-se mais pesquisas científicas sobre esses ecossistemas para apoiar as tomadas de decisão na proteção das áreas úmidas no Brasil.

  13. Aspectos da ecologia dos flebótomos do Parque Nacional da Serra dos Orgãos, Rio de Janeiro: IV. Frequência mensal em armadilhas luminosas (Diptera, Psychodidae, Phlebotominae)

    OpenAIRE

    Aguiar,Gustavo Marins de; Vilela,Maurício Luiz; Schuback,Pedro D'Almeida; Soucasaux,Thaís; Azevedo,Alfredo Carlos R. de

    1985-01-01

    Durante dois anos completos - outubro de 1981 a setembro de 1983 - capturamos flebótomos em armadilhas luminosas no Parque Nacional da Serra dos Órgãos. As armadilhas eram colocadas, semanalmente, em pontos estratégicos na floresta, sempre no mesmo local e hora, ficando expostas por 12 horas. Foram gastas 732 horas e obtidos 2.730 flebótomos pertencentes a 17 espécies, quatro do gênero Brumptomyia França & Parrot, 1921 e 13 do gênero Lutzomyia França, 1924. a proporção de machos em relação ao...

  14. Trends in Mean Annual Streamflows in Serra da Mantiqueira Environmental Protection Area

    OpenAIRE

    Mateus Ricardo Nogueira Vilanova

    2014-01-01

    The aim of this study was to detect trends in the mean annual streamflow in watersheds of Serra da Mantiqueira Environmental Protection Area, an important Brazilian conservation area located between Minas Gerais, São Paulo and Rio de Janeiro States. Historical series of four selected streamgage stations were analyzed for the periods of 1980-1998 and 1980-2009, using the Mann-Kendall and Regional Mann-Kendall tests. The results showed that the mean annual streamflows of Serra da Mantiqueira En...

  15. Análise da florística e estrutura de floresta primária visando a seleção de espécies-chave, através de análise multivariada, para a restauração de áreas mineradas em unidades de conservação

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafael Paiva Salomão

    2012-12-01

    Full Text Available Na Amazônia, vários empreendimentos minerários estão situados em unidades de conservação. A restauração ecológica após a lavra do minério abrange vários atributos. Entre esses, destaca-se a necessidade de o ecossistema restaurado conter um conjunto de espécies-chave de ocorrência no ecossistema de referência e, dessa forma, proporcionar estrutura apropriada de comunidade, além de ser constituído do maior número possível de espécies nativas. Objetivou-se, neste trabalho, analisar um índice fitossociológico e socioeconômico (IFSE, obtido por técnicas de análise multivariada. O modelo envolveu seis variáveis quantitativas (abundância, frequência, dominância, biomassa, valor comercial da madeira e quantidade de produtos florestais não madeireiros e igual número de variáveis qualitativas. Em uma área de floresta ombrófila de 1.321 ha, foram amostradas 315 parcelas de 0,25 ha, em que todos os indivíduos com DAP > 10 cm foram identificados e mensurados. Foram registrados 36.298 indivíduos, distribuídos em 898 espécies, abrangendo 62 famílias. As espécies foram ranqueadas através do índice proposto em três categorias de prioridade fitossociológica e socioeconômica (alta, média e baixa. A adequação da análise fatorial foi determinada pelos testes de Bartlett e KMO. O teste de Bartlett avaliou a significância geral da matriz de correlação a 1% de probabilidade. O teste KMO indicou que as variáveis estão correlacionadas, e o modelo fatorial apresentou nível muito bom de adequação aos dados. O uso de análise multivariada foi estatisticamente validado para o emprego do IFSE. Entre as 898 espécies analisadas, 25 foram selecionadas como prioritárias (categorias alta e média, sendo reconhecidas como espécies-chave. Foi estimada a densidade de plantio dessas espécies para recuperação de áreas mineradas na Amazônia, com condições biológicas e ambientais semelhantes às relatadas neste estudo. A

  16. FORMAR FLORESTAL – O PROTAGONISMO DOS POVOS DA FLORESTA NO USO DOS RECURSOS NATURAIS NAS REGIÕES DA TRANSAMAZÔNICA E DA BR 163

    OpenAIRE

    Almeida, Rogério; Coelho, Roberta; Miranda, Katiuscia Fernandes; Silva, Marcos dos Santos

    2017-01-01

    O presente artigo é um relato sobre a formação em manejo florestal comunitário realizado pela ONG Instituto de Educação do Brasil (IEB) e o Instituto Federal do Pará, Campus Castanhal. A formação ocorre nas regiões da Transamazônica (BR -230) e a Cuiabá Santarém (BR 163) desde 2014. Camponeses, extrativistas, assentados da reforma agrária, entre outras categorias são os sujeitos do processo.Palavras chave: Amazônia, Educação, Manejo Florestal

  17. GEOPROCESSAMENTO APLICADO AO DIAGNÓSTICO DE USO E COBERTURA DA TERRA NA MICROBACIA HIDROGRÁFICA DO CÓRREGO HERMES - RONDÔNIA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joiada Moreira da Silva Linhares

    2014-01-01

    Full Text Available A microbacia hidrográfica do córrego Hermes, inserida no cone-sul de Rondônia, vem enfrentando severas implicações ambientais relacionadas às mudanças do uso da terra, tais como a conversão da floresta em áreas de lavouras e pastagens para criação extensiva de gado. Tais alterações são devidas, em um primeiro momento, à consolidação de um Programa de Integração Nacional – PIN, através da implantação do projeto de Colonização Paulo Assis Ribeiro, e mais recentemente vem sendo ampliadas por uma nova dinâmica econômica ligada ao mercado de exportação de alta rentabilidade, a agroindústria. O objetivo deste estudo foi avaliar as causas e consequências das mudanças do uso e cobertura da terra na microbacia hidrográfica do córrego Hermes, através da aplicação de método espacial e não espacial de geoprocessamento. Os resultados analíticos de métricas de paisagem indicam que 82,76% da área correspondem a uma matriz de pastagem de gramíneas, e que 14,64% reportam-se a cobertura vegetal nativa seccionada em 18 fragmentos pouco inter-relacionados, havendo ainda 1,94% e 0,66% relativos à agricultura (lavoura perene e anual e áreas edificadas, respectivamente. Depreende-se, por fim, que o intenso desflorestamento, com fins de aumento de áreas destinadas às atividades de agropecuária, é a principal causa da devastação da floresta de transição na MBCH-RO, emanando desta outras formas de degradação ambiental, como erosão, assoreamento dos cursos de água perenes, aumento da carga de partículas em suspensão e dissolvidas, e, por fim, modificação dos ciclos hidrológicos e de carbono em escalas local, regional e global.

  18. Sobrevivência de plântulas transplantadas de uma floresta tropical madura para viveiro de mudas na bacia do rio Xingu. Survival of seedlings transplanted from a mature tropical forest to nursery in Xingu river basin.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Roberta Thays dos Santos CURY

    2013-06-01

    Full Text Available A utilização da diversidade de plântulas de espécies arbóreas, oriundas de áreas cuja vegetação teve a supressão autorizada, no enriquecimento de viveiros, tem sido recomendada como uma técnica alternativa na produção de mudas. Neste trabalho, avaliamos a sobrevivência de plântulas transplantadas da regeneração natural de uma floresta madura para um viveiro de mudas em uma área de transição Amazônia-Cerrado, Mato Grosso, Brasil. Foram alocados três transectos de 10 x 1 m, com 10, 50 e 500 m de distância da borda de onde foram coletados todos os indivíduos lenhosos entre 5-20 cm de altura, no período da manhã (7h às 9h, e sequencialmente plantados em sacos plásticos. Os indivíduos foram identificados, quantificados e classificados quanto ao estágio sucessional. A sobrevivência das plântulas foi avaliada durante quatro meses. No total foram coletados 1.179 indivíduos arbóreos pertencentes a 48 espécies, 31 gêneros e 23 famílias, dos quais 71% sobreviveram. No conjunto dos dados, houve um aumento gradativo na abundância e riqueza de espécies arbóreas da borda para o interior da floresta, sendo maior a 500 m. A abundância e o número de espécies não pioneiras coletadas foram maiores que as pioneiras. Os resultados apontam elevadas taxas de sobrevivência e que a técnica de transplante pode facilitar o enriquecimento de viveiros com espécies regionais de difícil obtenção e de diferentes grupos funcionais. The use of the diversity of tree species, present in areas where vegetation removal had been authorized, as means of nursery enrichment, has been recommended as an alternative technique for seedling production. The aim of this study was to evaluate the survival rate of transplanted seedlings, from natural regeneration in mature forests, to the nursery. Seedlings were obtained from three 10 x 1 m transects allocated in Amazon transitional forest in Mato Grosso state, Brazil. All woody individuals with

  19. Florística, estrutura e características do solo de um fragmento de floresta paludosa no sudeste do Brasil Floristics, structure and soil characteristics of a swamp forest fragment, in southeast Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Laércio Loures

    2007-12-01

    Full Text Available Realizou-se o levantamento da comunidade arbórea de uma floresta semidecidual montana ribeirinha, situada no alto Rio Pardo, Santa Rita de Caldas, Minas Gerais (altitude 1.156 a 1.203 m, com o objetivo de avaliar as variações estruturais e variáveis ambientais relacionadas ao substrato. Foram analisadas a densidade, área basal e distribuição de tamanho das árvores e a composição florística da comunidade. Foram alocadas 25 parcelas de 10x40 m para amostragem dos indivíduos arbóreos com diâmetro à altura do peito > 5 cm. Também foram coletados dados topográficos e amostras do solo para análises químicas e texturais. Foram registrados 2.982 indivíduos, 50 famílias, 78 gêneros e 110 espécies. Foram verificados três subgrupos de solos (Organossolos, Gleissolos Melânicos e Gleissolos Háplicos, distribuídos em seqüência, acompanhando o curso do riacho. A comunidade arbórea apresentou uma composição florística e estrutural diferente das florestas paludosas e aluviais do Sudeste e Sul do Brasil, em altitudes menores. Uma análise de correspondência canônica detectou um gradiente de distribuição das espécies arbóreas, principalmente correlacionadas com as variações de argila e de cota altimétrica.A survey of the tree community was conducted for an upland semideciduous riparian forest, located on the upper Rio Pardo, Santa Rita de Caldas, Minas Gerais (1156 to 1203 m altitude, in order to evaluate structural variation and environmental variables associated with the substrate. Density, basal area, tree size distribution and floristic composition were evaluated. In 25 10x40 m plots, all trees with dbh > 5 cm were sampled, topographical aspects were determined and soil samples were collected for chemical and textural analyses. A total of 2982 individuals from 50 families, 78 genera and 110 species were recorded. A sequence of three soil subgroups (Organosoil, Melanic Gleisoil and Haplic Gleisoil was registered in a

  20. Os paradoxos entre os urbanos no município de Barcarena, Pará

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Monique Bruna Silva Carmo

    2016-12-01

    Full Text Available O processo de urbanização nas pequenas cidades da Amazônia, nas últimas décadas, tem transformado o cenário urbano e também o rural, os quais foram reestruturados e perderam suas características típicas. Apesar de existirem cidades fortemente dependentes dos recursos das florestas, há o surgimento de cidades que se desvincularam dessas atividades rurais, tornando-se conectadas ao mercado global por meio da indústria. O município de Barcarena, no Pará, é um exemplo desse processo e, apesar de sua economiaestar voltada para a atividade industrial, possui uma população rural que se sobrepõe à população urbana. Nesse aspecto, o presente artigo objetiva compreender a reestruturação urbana desse município a partir da instalação de um complexo industrial e dos paradoxos urbanos que surgiram a partir desse processo. Para o seu desenvolvimento, foram utilizados dados coletados por meio de formulários aplicados aos domicílios urbanos, dados censitários e informações coletadas no município. A pesquisa demonstra incoerência de dados sobre urbanidade, questiona as proposições do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE e conclui que Barcarena ainda é uma “cidade da floresta”, por conservar uma cultura e economia fortemente relacionada à floresta, e que Vila dos Cabanos é uma “cidade na floresta”, por apresentar funções logísticas fortemente ligadas ao exterior e desvinculadas da floresta.

  1. Plantas lenhosas da Floresta Ombrófila Mista do Parque Municipal das Araucárias – Guarapuava (PR / Woody plants of the Mixed Ombrophylous Forest the Araucaria Municipal Park - Guarapuava (PR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliano Cordeiro

    2011-12-01

    Full Text Available Foi realizado o levantamento florístico das espécies lenhosas da uma área de 41 ha de Floresta Ombrófila Mista (FOM do Parque Municipal das Araucárias, localizado em Guarapuava (PR com coordenadas geográficas 25º 20’ 44” e 25º 21’ 35” de latitude Sul e 51º 27’ 31” e 51º 28’ 16” de longitude Oeste. O patamar altimétrico do Parque fica em torno dos 1070 m.s.n.m., o predomínio é relevo suave ondulado e solo do tipo Latossolo Bruno Ácrico Húmico. O levantamento foi realizado de mar/04 a out/08 com média de uma visita a cada vinte dias. Foram identificadas 107 espécies, pertencentes a 77 gêneros e 41 famílias botânicas, distribuídos nas formas biológicas de microfanerófitos (n=44, mesofanerófitos (n=39, nanofanerófitos (n=15, lianas (n=8 e megafanerófito (n=1. As famílias que apresentaram maior diversidade foram: Solanaceae com 12 espécies, Myrtaceae com nove, Fabaceae com oito, Bignoniaceae com seis, Asteraceae com cinco. Estas famílias agruparam 37,4% das espécies, enquanto que as outras 38 famílias responderam por 62,6% da diversidade. Aproximadamente 60,5% das famílias são representadas por apenas uma espécie cada. Considerando o critério a frequência Allophylus edulis (A. St.-Hil., A. Juss & Cambess. Hieron. ex Niederl., Casearia decandra Jacq., Cedrela fissilis Vell., Cinnamodendron dinisii Schwacke, Jacaranda puberula Cham., Matayba elaeagnoides Radlk., Ocotea porosa (Nees & Mart. Barroso, Ocotea puberula (Rich. Nees, Ocotea pulchella (Nees Mez, Schinus terebinthifolius Raddi, Vernonanthura discolor (Spreng. H. Rob. e Zanthoxylum rhoifolium Lam. podem ser consideradas espécies companheiras da Araucaria angustifolia (Bertol. Kuntze na florística da FOM. Os dados quanto ao total de espécies da FOM ainda são incompletos. Faz-se necessário que levantamentos sejam direcionados aos escassos remanescentes que restam e que o critério amostral estenda-se sobre todas as formas biol

  2. Estrutura fitossociológica da vegetação arbórea do Parque Natural Municipal de Santo Ângelo, Santo Ângelo, RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Hüller

    2011-12-01

    Full Text Available O presente trabalho foi realizado no Parque Natural Municipal de Santo Ângelo (RS, pertencente à Prefeitura Municipal de Santo Ângelo, com o objetivo de avaliar a composição florística e estrutura fitossociológica da floresta, em uma área de 13 hectares. Para tanto, foram utilizadas 12 parcelas de tamanho 10 x 20 m distribuídas sistematicamente na área, nas quais foram medidos e identificados todos os indivíduos com DAP maior ou igual a 10 cm. Os resultados obtidos foram analisados e processados com o uso do programa FITOANÁLISE, calculando-se os parâmetros fitossociológicos de densidade, dominância, frequência, valor de importância, valor de cobertura, índice de diversidade de Shannon H' e índice de Morisita. Foram encontradas 35 espécies, pertencentes a 30 gêneros e 21 famílias, das quais branquilho (Sebastiania commersoniana (Baill. L. B. Sm. & Downs, açoita-cavalo (Luhea divaricata Mart, maria-preta (Diatenopterix sorbifolia Radlk e canela-preta (Nectandra megapotamica Spreng. foram as que apresentaram maior representatividade nos parâmetros fitossociológicos do componente arbóreo desta floresta. As espécies com maior Valor de Importância (VI foram açoita-cavalo (Luhea divaricata Mart com 50,53; branquilho (Sebastiania commersoniana (Baill. com 46,24; maria-preta (Diatenopterix sorbifolia Radlk com 26,93; canela-preta (Nectandra megapotamica Spreng. com 20 e farinha-seca (Machaerium stipitatum Vogel com 16,64. Já na estrutura vertical da floresta, Luehea divaricata apresentou maiores valores no estrato superior e Sebastiania commersoniana Baill. nos estratos médio e inferior.

  3. Fitossociologia do componente arbóreo na floresta turfosa do Parque Nacional da Lagoa do Peixe, Rio Grande do Sul, Brasil Phytosociology of the tree component in a peat forest of the National Park Lagoa do Peixe, Rio Grande do Sul, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lúcia Patrícia Pereira Dorneles

    2004-12-01

    Full Text Available A composição florística e a estrutura do componente arbóreo foram analisadas na floresta de restinga turfosa do Parque Nacional da Lagoa do Peixe (31º04' - 31º29'S, 50º461 - 51º09'W, localizado na região central da Planície Costeira do Rio Grande do Sul, Brasil. O componente arbóreo foi amostrado pelo método de quadrantes centrados, incluindo indivíduos com DAP mínimo de 5cm. Foram amostrados 60 pontos, distribuídos ao longo de quatro transectos paralelos, aproximadamente com a mesma orientação NE-SW do sistema lagunar. A composição florística resultou em 14 famílias, 18 gêneros e 21 espécies. A densidade arbórea total estimada para um hectare foi de 3.479 indivíduos. A família com maior riqueza específica foi Myrtaceae. As espécies mais importantes foram Syagrus romanzoffiana (Cham. Glassman, Myrcia multiflora (Lam. DC., Ilex pseudobuxus Reissek, Citharexylum myrianthum Cham. e Dendropanax cuneatum Decne. & Planch. A diversidade específica estimada pelo índice de Shannon (H' foi de 2,601 nats.ind.-1 e a equabilidade (J de 0,854, similar aos resultados obtidos em outros estudos realizados em florestas brejosas ou turfosas do Sul e Sudeste do Brasil.Floristic composition and structure of the tree component were analyzed in a coastal peat forest of the National Park Lagoa do Peixe (31º04' - 31º29'S, 50º46' - 51º09'W, located in the central region of the coastal plain of Rio Grande do Sul, Brazil. The tree component was sampled according to the point-centered quarter method, including individuals with a minimum DBH of 5cm. Sixty sample points were distributed along four parallel transects, approximately with the same NE-SW orientation as the lagoon system. Floristic composition resulted in 14 families, 18 genera and 21 species. The total tree density estimated for one hectare was 3,479 individuals. The family with highest species richness was Myrtaceae. The most important species were Syagrus romanzoffiana (Cham

  4. Análise do uso da terra na microbacia do Arroio do Meio - Santa Maria - RS, por Sistema de Informações Geográficas e imagem de satélite

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Piroli Edson Luís

    2002-01-01

    Full Text Available O objetivo desse trabalho foi verificar a viabilidade do uso de um Sistema de Informações Geográficas (SIG e a imagem de satélite para a análise do uso atual da terra e localização de áreas onde possam estar ocorrendo conflitos entre capacidade e uso do solo, na microbacia hidrográfica do Arroio do Meio. Foram utilizadas técnicas de geoprocessamento, como álgebra entre mapas, consulta ao banco de dados e reclassificação de imagens. Uma microbacia foi escolhida como objeto deste estudo, por ser considerada por muitos autores como sendo uma das melhores unidades para o planejamento e desenvolvimento sócioeconômico dos habitantes do meio rural. Na microbacia estudada, foram encontrados 555ha cobertos com florestas, compreendendo 24% da área total. As lavouras com área de 1.314ha ocupam a maior parte da microbacia (56%. Os campos de pastagens cobrem 184ha, ou seja, 8% da área total. As áreas alagadas representam 11% da área da microbacia, tendo respectivamente 265ha. Foram detectados ainda, 31ha sombreados (1% onde não se determinou com exatidão o uso da terra. Nas áreas com declividade superior a 47%, foram detectados 32ha sem cobertura de florestas, perfazendo 1,4% da área da microbacia. Em declives superiores a 30%, existem 71ha (3% sendo usados para a agricultura. A área ocupada com Chernossolos e Neossolos Litólicos, unidade de mapeamento Ciríaco-Charrua em declividade maior que 30% sem cobertura florestal é de 14ha (0,6%. De acordo com a declividade e o solo, as áreas de conflito alcançam 5% da área total, o que demonstra que, na maior parte da microbacia, a terra está sendo usada de acordo com sua capacidade.

  5. Palynological analysis of a late Holocene core from Santo Antônio da Patrulha, Rio Grande do Sul, Southern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renato B. Macedo

    2010-09-01

    ógicas. A predominância de plantas relacionadas à vegetação campestre na fase SAP-I sugere condições climáticas quentes e secas. Um gradual aumento nas condições de umidade foi observado principalmente no início da fase SAP-III, quando a vegetação conformou um mosaico de Campos e Floresta Atlântica. Além disso, a presença de certos táxons florestais (tipo- Acacia, Daphnopsis racemosa, tipo Erythrina e tipo Parapiptadenia rigida, a partir da fase SAP-IV, é interpretada como influência da Floresta Estacional Semidecidual na região de estudo. A partir da fase SAP-V (ca. 4000 anos AP a vegetação tornou-se similar à moderna (atual Bioma da Floresta Atlântica, especialmente após 2000 anos AP (idade calibrada.

  6. Physical-chemical characterization of honey of guarana (“Paullinia cupana var. sorbilis” in Alta Floresta, Mato Grosso Caracterização físico-química do mel de guaranazeiro ("Paullinia cupana var. sorbilis" em Alta Floresta, Mato Grosso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcio do Nascimento Ferreira

    2009-09-01

    Full Text Available It was determined the physical-chemical characteristics and the pollinic origins of 17 samples of honey from guarana plant cultivation (Paullinia cupana var. sorbilis, produced by Apis mellifera L, Scaptotrigona sp. L and Melipona seminigra sp honey bee species in Alta Floresta, Mato Grosso State, Brazil. Pollinic and physical-chemical analysis were determined, considering the variables humidity rate, free acidity, reducing sugar in inverted sugar, apparent sucrose, ashes and solids insoluble in water, comparing the samples to the identity and quality standards established by the local legislation. Means comparisons were made by the Dunnet test at 5% probability. The humidity rate for honey produced by indigenous honey bees – Scaptotrigona sp and Melipona seminigra sp – was high when compared to honey produced by Africanized honey bees, and the levels of reducing sugars for Scaptotrigona sp were low. Any other determinations were accordingly to standards imposed by Brazilian legislation. Through pollinic analysis, it was verified that the pollen from guarana flower was present in all samples of honey, being considered dominant pollen, with 80% of the pollen grain in the samples, showing the apicultural pontential of this species as a honey plant.Objetivou-se com o presente estudo avaliar as características físico-químicas e a origem polínica de 17 amostras de méis oriundos da cultura do guaranazeiro (Paullinia cupana var. sorbilis, produzido no município de Alta Floresta - MT por abelhas das espécies Apis mellifera L, Scaptotrigona sp. L e Melipona seminigra sp L. Foram realizadas as análises físico-químicas e polínicas, tendo como variáveis os teores de umidade, acidez livre, açúcares redutores em açúcar invertido, sacarose aparente, cinza e sólidos insolúveis em água, comparando-se as amostras aos Padrões de Identidade e Qualidade (PIQ estabelecidos pela legislação vigente. As comparações das médias foram

  7. Quantification of litter and nutrients on an Atlantic Rain Forest/ Quantificação de serapilheira e de nutrientes em uma Floresta Ombrófila Densa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rafaelo Balbinot

    2008-08-01

    Full Text Available No matter what kind of forest it is, the litter production represents the first stage of nutrients and energy transfer from the vegetation to the soil, because most of the nutrients absorbed by the plants comes back to the forest ground through the fall of the litter or leaves wash. The aim of this study was to quantify the production of accumulated litter and nutrient contents on three successional stages of Atlantic Rain Forest, Blumenau/SC - Brazil. For the collections of the accumulated litter five rectangular samples units (SU of 10 m x 20 m were used in each successional stage, in a total of 15 SUs. In each SU the collections of material in an aleatory way was made with the aid of a metal frame of 0.25 m x 0.25 m, with five replications per SU every 30 days (75 samples/month, that is to say, 25 samples/successional stage. The average production of accumulated litter in twenty two months in the collected data was, in a decreasing order, stage III (5.28 Mg ha-1 > stage II (5.02 Mg ha-1 > stage I (4.47 Mg ha-1. The total macronutrient contents on accumulated litter of successional stages I and II, in decreasing order were: N > Ca > Mg > K > S > P, and on stage III: N > Ca > Mg > S > K > P. The forest presented total content of micronutrients on accumulated litter of three successional stages in the following decreasing order: Fe > Mn > Zn > B > Cu. For the total organic carbon content on accumulated litter, the sequence was: stage II (1.65 Mg ha-1 > stage III (1.50 Mg ha-1 > stage I (1.47 Mg ha-1.Seja qual for o tipo de floresta, a produção de serapilheira representa o primeiro estágio de transferência de nutrientes e energia da vegetação para o solo, pois a maior parte dos nutrientes absorvidos pelas plantas retorna ao piso florestal através da queda de serapilheira ou lavagem foliar. O objetivo desse estudo foi quantificar a produção de serapilheira acumulada e o conteúdo de nutrientes em três estádios sucessionais da Floresta

  8. APORTE E DECOMPOSIÇÃO DE SERAPILHEIRA EM FLORESTA PERIODICAMENTE INUNDÁVEL NA RESTINGA DA MARAMBAIA, RJ

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcos Gervasio Pereira

    2012-01-01

    Full Text Available Restinga (sandbank areas are fragile environments, which have been subjected to anthropogenic pressures since the country colonization. So that mitigate actions can be taken, it must be developed studies to better understand the ecological processes in these environments. Thus, this study aims to quantify litter and nutrients devolution and litter decomposition in a periodically flooded forest in ¿Restinga da Marambaia¿, Rio de Janeiro. In the study area 10 conic collectors and 30 litter bags were installed. The annual litter devolution was 7.64 Mg.ha-1, and September was the highest contribution month. Nitrogen was the element returned to the soil to a higher amount (71.9 kg ha-1 yr-1, followed by potassium (41.1 kg ha-1 yr-1. Litter decomposition rate 0.0015 g g-1 day-1 and the halflife were 462 days. Potassium was the element that showed the highest losses in comparison to the others. Cellulose appeared as a major participant in the structure of leaf litter, followed by lignin, the latter being associated with the leathery texture of the leaves in this formation.

  9. A colheita da floresta: Uma estratégia de desenvolvimento social e economicamente viável ao desmatamento? La Cueillette de la forêt: une stratégies orientées vers le marché comme alternative sociale et économiquement juste au déboisement?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patricia Andrade de Oliveira

    2010-07-01

    Full Text Available A Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (CNUMAD, realizada no Rio de Janeiro em Junho de 1992, representou um evento único no âmbito das relações internacionais, inserindo definitivamente o meio ambiente como questão global. Durante a Rio 92, foram sugeridas estratégias de atuação local para os governos no sentido de promoverem um crescimento econômico ecologicamente e socialmente equilibrado. A Convenção da Biodiversidade, realizada durante a CNUMAD, reafirmou a soberania dos países sobre seus recursos biológicos e definiu ainda que cada país criasse condições para facilitar o acesso aos recursos genéticos, da mesma forma que teria direito a buscar a repartição justa e eqüitativa dos benefícios derivados do seu uso.Central para esse processo têm sido os debates sobre o papel da atividade comercial na preservação do meio ambiente e, em particular, da biodiversidade, da qual dependem os sistemas econômicos e climáticos mundiais.Este artigo examina a teoria adotada por várias estratégias de desenvolvimento atuais que atestam que a economia de mercado globalizada salvará a biodiversidade mundial. Segundo essa corrente, a conservação da biodiversidade deve ser coordenada com a utilização de seu potencial de gerar renda, ou seja, criar incentivos financeiros para encorajar os habitantes locais a serem guardiões eficientes das florestas. A “Colheita da Floresta Tropical” (Rainforest Harvest é uma das estratégias orientadas para o mercado que pretende conciliar a conservação com a utilização da natureza e se baseia no extrativismo sustentável de produtos não-madeireiros, de forma a não interferir no ecossistema, enquanto mantém o equilíbrio das cadeias alimentares. O princípio da Colheita de Floresta Tropical é, portanto, o de que se puder ser demonstrado que as florestas possuem mais valor quando deixadas de pé do que quando são derrubadas, elas terão mais chance de

  10. A Reply to van der Voort's Response to Welch's Review of "Urihi A: A Terra‐ Floresta Yanomami"

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    James R. Welch

    2011-02-01

    Full Text Available A Reply to van der Voort's Response to Welch's Review of Urihi A: A Terra‐ Floresta Yanomami. Bruce Albert and William Milliken with Gale Goodwin Gomez. São Paulo: Instituto Socioambiental, 2009. 207 pp., illustrations, tables, bibliography, appendices, index. Paperback ISBN: 978‐85 85994‐72‐3.

  11. Agroecossistemas de produção familiar da Amazônia e seus impactos nos atributos do solo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Idelfonso C. de Freitas

    2013-12-01

    Full Text Available A ausência de restrições climáticas para a produção biológica é a principal característica do bioma Amazônia, o que não se traduz em elevadas produtividades por sucessivos anos de cultivos quando a floresta é substituída por agroecossistemas. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito do manejo do solo nos atributos químicos e físicos do solo pela agricultura familiar, conduzida de forma primitiva. As maneiras de uso avaliadas foram: sistema agroflorestal, pastagem cultivada, roça de toco e mata preservada (usada como referência, todas em Neossolo Quartzarênico. Monólitos de terra foram coletados nas camadas de 0-5, 5-10, 10-20 e 20-40 cm em dois anos agrícolas consecutivos (2010/2011 e 2011/2012 nos meses de julho e janeiro coletando-se sete repetições por sistema. Os atributos do solo avaliados foram: grau de floculação, agregados maior que 2 mm, matéria orgânica, acidez, bases trocáveis, teores de fósforo, saturação por bases, alumínio e capacidade de troca de cátions. Os resultados apontam que 22 anos após a conversão da floresta em agroecossistemas ainda é possível verificar melhores indicadores nos sistemas manejados.

  12. Fauna de flebotomíneos (Diptera: Psychodidae em fragmentos de floresta ao redor de conjuntos habitacionais na cidade de Manaus, Amazonas, Brasil. I. Estratificação Vertical Sand flies fauna (Diptera: Psychodidae in forest fragments around housing complexes in the Manaus municipality, state of Amazonas, Brazil. I. Vertical Stratification

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marlisson Augusto Costa Feitosa

    2006-12-01

    Full Text Available No período de janeiro a agosto de 1999 foram realizadas coletas de flebotomíneos (Diptera: Psychodidae em duas áreas de floresta residual (Estrada do Turismo e Cidade de Deus, na periferia da cidade de Manaus (AM, tendo o objetivo de verificar as espécies e a estratificação vertical. Foram utilizadas armadilhas luminosas tipo CDC, colocadas nos fragmentos de florestas a um e dez metros de altura. Foram capturados 7.516 flebotomíneos distribuídos em 45 espécies; 4.836 espécimes, de 36 espécies, na estrada de Turismo e 2.680 exemplares, de 40 espécies, na Cidade de Deus. Predominaram na Estrada do Turismo Lutzomyia umbratilis e L. ubiquitalis e na Cidade de Deus, L. umbratilis e L. anduzei. A presença de algumas espécies, apenas em certas áreas, indica a adaptabilidade destes flebotomíneos em áreas sobre ação antrópica.Between January and August of 1999, a study was carried out on the phlebotomine (Diptera: Psychodidae sand flies occurrence in two areas of residual forest (Estrada do Turismo and Cidade de Deus, in the periphery of Manaus, AM. The objective of this study was to verify the Phlebotominae sand fly fauna and vertical stratification. CDC light traps were placed in the forests, one to ten meters in height. A total of 7.516 sand flies, distributed in 45 species, were captured: 4.836 specimens of 36 species in the Estrada do Turismo and 2.680 individuals of 40 species in the Cidade de Deus.Predominant in the Estrada do Turismo were the species Lutzomyia umbratilis and L. ubiquitalis were as L. umbratilis and L. anduzei prevailed in the Cidade de Deus. Different Phlebotominae sand fly species in certain areas, showed an adaptation of these sand flies to areas of human activity.

  13. Evolução do uso do solo em uma área piloto da região de Vacaria, RS Evolution of land use in a pilot area in the region of Vacaria, RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabíola Lopes

    2010-10-01

    Full Text Available A região dos Campos de Cima da Serra, RS foi ocupada, tradicionalmente, pela pecuária extensiva, porém nos anos 50 se iniciou a transição de campo nativo para a agricultura empresarial, mecanizada com culturas anuais e pomares. Este trabalho avaliou, por meio de técnicas de sensoriamento remoto, as modificações na cobertura do solo decorrentes de atividades antrópicas verificadas nesta época até os dias atuais, em uma área piloto ao norte envolvendo parte da zona urbana de Vacaria, RS. A década de 60 a ocupação da terra foi identificada através da interpretação de aerofotos datadas de 1964. A partir de 1972 foram utilizadas imagens LANDSAT - sensor MSS, datadas de 1976 e sensor - TM, datadas de 1987 e 1996, e Eros A de 2005, todas classificadas em mapas temáticos que, após cruzados, geraram o mapa de evolução da cobertura do solo, desde o início da agricultura até os dias atuais. Constatou-se que de 1960 até 2005 aproximadamente 40% do campo nativo foram convertidos em agricultura. A conversão de campo nativo para os outros usos foi, em média, de 1,4 km² ano-1 no período de 1960 a 1995 e de 0,7 km² ano-1 de 1996 a 2005. As áreas ocupadas por florestas e matas ciliares não foram alteradas significativamente até os dias atuais.The grasslands of Campos de Cima da Serra region, located in NE Rio Grande do Sul, were originally occupied by extensive cattle ranching. However, in the 1950s, a transition took place in land use from native vegetation to modern cash crop agriculture, which comprised mainly annual grain crops and apple orchards. This study applied remote sensing techniques for spatial and temporal detection of human-induced land use changes in this 50-years period to a pilot area, including part of the urban area of Vacaria and agricultural land to the north of this city. The earliest available aerial photos, from 1964, allowed assessment of initial shifts in land use. Subsequent temporal analyses relied on

  14. FLORÍSTICA E ESTRUTURA EM ÁREA DE FLORESTA ESTACIONAL DECIDUAL NA REGIÃO DO ALTO URUGUAI, RS / FLORISTIC AND STRUCTURE IN AREA OF SEASONAL DECIDUOUS FOREST IN THE REGION OF THE ALTO URUGUAI, RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    F. R. Lambrecht

    2016-06-01

    Full Text Available           O trabalho teve como objetivos realizar a análise florística das estruturas horizontal e vertical em um fragmento de Floresta Estacional Decidual (FED na região do Alto Uruguai, em Frederico Westphalen, RS, Brasil. Foi realizado um censo em uma área amostral de 10.000 m², subdividida em 100 subparcelas de 10x10 m. Realizou-se a mensuração e a identificação de todos os indivíduos de espécies arbóreas com circunferência a altura do peito (CAP≥ 31,4cm. Com os dados obtidos, foram realizados cálculos de densidade (D, frequência (F, dominância (Do, índice de valor de importância (IVI, índice de valor de cobertura (IVC e a estratificação dos indivíduos. O maior número de espécies concentrou-se na família Fabaceae (10 e o maior número de indivíduos na família Meliaceae (147 ou 25,3%. Trichilia claussenii C. DC. Nectandra megapotamica (Spreng. Mez, Achatocarpus praecox Griseb. e Eugenia rostrifolia D. Legrand representaram 38,28% da densidade relativa e Holocalyx balansae Micheli, Trichilia claussenii, Nectandra megapotamica, Cordia americana (L. Gottshling & J.E.Mill., Phytolacca dioica  L., Achatocarpus praecox, e Eugenia rostrifolia representaram 50,5% da dominância relativa. Considerando a estrutura vertical, as sete espécies mais frequentes apresentaram uma maior quantidade de indivíduos no estrato médio. Conclui-se que a área florestal encontra-se em estágio intermediário de sucessão.

  15. Dendrochronology of species from Brazilian Araucaria Forest, Candoi, PR Dendrocronologia de espécies da Floresta Ombrófila Mista do Município de Candói, PR

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patricia Póvoa de Mattos

    2010-06-01

    Full Text Available In the present work the dendrochronological potential of six species of the Araucaria Forest is analyzed. The trunks of 20 trees were collected in Candoi, State of Parana, Brazil, from an area that belongs to
    ELEJOR, Centrais Elétricas do Rio Jordão, for the following species: Araucaria angustifolia, Clethra scabra, Cedrela lilloi, Ocotea porosa, Podocarpus lambertii and Sebastiania commersoniana (3 to 6, from each species. The trunks were sawed, and at breast height a sample was taken from the center of the board, from bark to bark, crossing the pith, for macroscopic analysis. These samples were dried and polished, making possible the recognition and measurement of growth rings The historical climatic data series were provided by SIMEPAR, the State weather institute. The trees presented diameter at breast height (DBH, varying from 14 cm to 40 cm, with age of 60 years, annual diameter increment of 0.6 cm, in average. Although the number of trees was small, it was possible to observe that the site was not limiting for the species, as the growth rings showed very low sensitivity.
    However, the very extreme growth condition of 1999 and 2000, when  occurred a very low precipitation period followed by a very severe winter, was registered in the growth ring series of most of the disks analyzedFoi analisado o potencial dendrocronológico de seis espécies da Floresta Ombrófila Mista (FOM.
    Foram coletados troncos em Candói, PR, em uma área pertencente a ELEJOR, Centrais Elétricas do Rio Jordão,
    sendo três a seis indivíduos das espécies: Araucaria angustifolia, Clethra scabra, Cedrela lilloi, Ocotea
    porosa, Podocarpus lambertii e Sebastiania commersoniana. Os troncos foram serrados, sendo retiradas amostras à altura do peito, da prancha central, de casca a casca, cruzando a medula, para análise macroscópica. Essas amostras foram secas e lixadas, possibilitando o reconhecimento e medição dos anéis de crescimento. A

  16. Culicidae (Insecta: Diptera em área de Floresta Atlântica, no Estado do Paraná, Brasil - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v30i1.1411 Culicidae (Insecta: Diptera in areas of Atlantic Forest, Paraná State, Brazil - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v30i1.1411

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mario Antonio Navarro-Silva

    2008-03-01

    Full Text Available A alteração da paisagem natural pode gerar mudanças que favorecem o desenvolvimento e proliferação de determinadas espécies de Culicidae, em detrimento de outras que se deslocam para outros locais ou são extintas. Baseando-se nestas mudanças, algumas espécies podem ser utilizadas como bioindicadores do grau de degradação ambiental. O presente estudo tem como objetivo analisar a composição e riqueza de Culicidae, em dois ambientes em área de Floresta Atlântica, e avaliar se as espécies encontradas indicam o grau de preservação dos fragmentos estudados. As coletas foram realizadas em dois ambientes, denominados Carvalho e Trilha, em área de Floresta Atlântica (Mananciais da Serra, no Estado do Paraná - Brasil, nos meses de dezembro/2002 a maio/2003, utilizando-se um aspirador elétrico manual. Foram identificadas 48 espécies de 636 espécimes de Culicidae. A composição taxonômica e riqueza das espécies de Culicidae diferenciaram-se entre os ambientes estudados, provavelmente, influenciadas pelo estado de preservação dos fragmentos florestais. Os maiores valores de riqueza observados no Carvalho, assim como o predomínio das espécies da tribo Sabethini e Kerteszia sugerem reduzida ação antrópica neste fragmento florestal. De modo contrário, a composição das espécies e os menores valores de riqueza observadas na Trilha indicam grau alto de degradação ambientalModifications in the landscape can lead to the development and proliferation of some Culicidae species, in detriment of others. As a result, some species may be forced to move to other places or become locally extinct. Based on these changes, some species can be used as bioindicators of environmental degradation. The aim of this study was to assess Culicidae composition and richness in two Atlantic Forest sites (Carvalho and Trilha; State of Paraná, Brazil, and to evaluate whether they can be used as indicators of environmental degradation of these sites

  17. Alterações edáficas sob plantios puros e misto de espécies florestais nativas do sudeste da Bahia, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    A. C. Gama-Rodrigues

    1999-09-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi relacionar o acúmulo de serapilheira com sua composição química e desta com as características físicas e químicas do solo, em plantios puros e misto de espécies florestais nativas. O trabalho foi desenvolvido em solos de tabuleiro do sudeste da Bahia, Brasil, no período de agosto de 1994 a novembro de 1996, em plantios, com 22 anos de idade, de pau-roxo (Peltogyne angustiflora, putumuju (Centrolobium robustum, arapati (Arapatiella psilophylla, arapaçu (Sclerolobium chrysophyllum, claraíba (Cordia trichotoma e óleo-comumbá (Macrolobium latifolium . Foram utilizadas uma floresta secundária, praticamente em estado clímax, e uma capoeira, de 40 anos de idade. O solo na camada de 0-5 cm estava mais bem estruturado no plantio misto do que sob as outras coberturas vegetais. A estruturação dessa camada foi positivamente relacionada com o acúmulo de C orgânico no solo e de serapilheira sobre este. O nível de fertilidade do solo (0-10 cm sob as espécies implantadas nos sistemas puros e misto foi superior ao da capoeira e da floresta natural. A fitomassa e a qualidade nutricional da serapilheira revelaram a capacidade diferenciada das coberturas florestais para absorver e reciclar nutrientes; o plantio misto representou uma situação intermediária em relação ao sistema de plantios puros. A quantidade de serapilheira acumulada dependeu da sua composição química. Segundo resultados deste trabalho, a estruturação e o nível de fertilidade do solo distinguiram-se de acordo com as coberturas florestais, em razão da quantidade, da composição química e da taxa de decomposição da serapilheira. As espécies claraíba, arapaçu e pau-roxo revelaram-se promissoras em melhorar a fertilidade do solo. Contudo, o plantio misto mostrou ser o sistema florestal mais adequado, por proporcionar simultaneamente melhor estruturação, maior quantidade de C orgânico, maiores níveis de nutrientes do solo e

  18. Conservação dos recursos hídricos em brejos de altitude: o caso de Brejo dos Cavalos, Caruaru, PE Conservation of water resources in humid areas in Northeastern Brazil: a case study of "Brejo dos Cavalos", Caruaru, PE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo A. P. Braga

    2002-12-01

    Full Text Available Brejos de altitude são formações vegetais disjuntas da Mata Atlântica, que ocorrem no Agreste de Pernambuco e Paraíba, como ilhas de umidade no ambiente semi-árido da Caatinga. O Parque Vasconcelos Sobrinho, situado na Serra dos Cavalos, em Caruaru, PE, é um exemplo do pouco que resta desses brejos na região. Com 359 ha, abriga uma floresta exuberante e diversos corpos d'água, porém vem sofrendo intenso processo de degradação, em decorrência da agricultura irrigada em seu interior e da exploração de argila no entorno. Para uma caracterização dos recursos hídricos foram obtidos, no período de 1998 a 2000, dados de chuva, de vazão nos riachos do Chuchu e Capoeirão, e de qualidade da água, nos dois cursos d'água e nos três maiores reservatórios existentes no Parque. No estudo de demandas pelo uso da água, ênfase maior foi dada aos conflitos da atividade de irrigação em relação ao uso da água para abastecimento público e à preservação dos ecossistemas locais. Neste trabalho, conclui-se que em Brejo dos Cavalos a precipitação pluviométrica é superior a do seu entorno, devido a razões orográficas e à própria existência da floresta remanescente, mas o desmatamento progressivo tende a alterar as condições microclimáticas locais. Neste contexto, o cultivo do chuchu é o principal consumidor de água no Parque, gerando perda de vazão dos cursos d'água e menor aporte para os reservatórios, os quais já começaram a sofrer assoreamento, devido a processos erosivos gerados sobretudo pelos desmontes na exploração da argila. Tais constatações exigem ação imediata do poder público, principalmente a implantação de um Plano de Manejo para o Parque.Humid areas at high altitude are found in semi-arid region of Pernambuco and Paraíba in Northeastern Brazil. Although the vegetation in the surrounding area is the semi-arid 'caatinga', in these high altitude areas, natural vegetation is similar to that of the

  19. Alometria e arquitetura de Copaifera langsdorffii (Desf. Kuntze (Fabaceae em fitofisionomias neotropicais no sul de minas gerais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Malcon do Prado Costa

    2012-06-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5902/198050985729O objetivo deste trabalho foi analisar padrões alométricos e feições arquiteturais de Copaifera langsdorffii em diferentes fisionomias de uma região de tensão ecológica. As fisionomias de floresta, corredor, cerrado e cerrado rupestre foram estudadas nos municípios de Lavras e Carrancas, sul de Minas Gerais, Brasil. Foram estudadas as relações entre diâmetro do tronco, altura, área da copa, grau de deflexão e deslocamento relativo da copa, sendo analisado o grau de semelhança, entre as fisionomias, por meio de regressões e análise covariância. Foi realizada uma análise de componentes principais (PCA com variáveis biométricas coletadas e morfométricas calculadas, para caracterização de grupos mais homogêneos que evidenciem a plasticidade morfológica da espécie e suas diferentes estratégias e investimento em recursos. Como resultado das análises de regressão e covariância, encontraram-se padrões distintos, principalmente entre as fisionomias de floresta e cerrado, das fisionomias de cerrado rupestre e corredor. Um padrão de crescimento com maior investimento em altura na floresta, objetivando a garantia de espaço no dossel, e outro mais ligado ao crescimento horizontal da copa, nas fisionomias de cerrado rupestre e corredor. A PCA apresentou um gradiente de plasticidade morfológica para a espécie. A fisionomia de floresta apresentou maiores valores de altura total, largura de copa e diâmetro do tronco, e a fisionomia de cerrado rupestre mostrou valores mais elevados de grau de deflexão da copa (assimetria. O cerrado e o corredor formaram uma transição entre floresta e cerrado rupestre, no gradiente de feições morfológicas da espécie nas fisionomias.

  20. Efeitos do fracionamento da adubação mineral, da adubação orgânica e da calagem na produtividade e incidência de vassoura-de-bruxa em cacaueiros da Amazônia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    F. I. O. Morais

    1998-03-01

    Full Text Available A resposta do cacaueiro à aplicação de micronutrientes, matéria orgânica, calcário e fracionamento da adubação foi determinada em dois experimentos, instalados em solos das unidades Terra Roxa estruturada eutrófica (TR e Latossolo Amarelo (LA, no Estado do Pará, no período de 1988 a 1993. As lavouras de cacau do híbrido Sca 6 x Be 10 foram implantadas pelo sistema de derrubada total e queima da floresta primária, utilizando-se sombreamento provisório de bananeira (Musa spp. e permanente de Erythrina poeppigiana ou Gmelina arborea. Os tratamentos foram distribuídos em blocos casualizados, com três repetições, sendo a parcela constituída de 20 plantas úteis. Os resultados de produção de cacau demonstraram que não houve interação significativa entre tratamentos e solos ou ano de condução do experimento. O fracionamento da adubação NPK em três aplicações/ano e a adubação NPK + Zn foram os melhores tratamentos, provocando incrementos (P < 0,05 na produtividade do cacaueiro da ordem de 27,5% e 10,9%, respectivamente. A menor incidência (P < 0,05 de frutos atacados pela enfermidade vassoura-de-bruxa, causada pelo fungo Crinipellis perniciosa, foi observada nos tratamentos em que se aplicaram uma mistura de micronutrientes (B, Cu, Zn, Fe e Mo ou esterco de gado na dosagem de 5 t ha-1; as porcentagens de frutos doentes dos demais tratamentos não diferiram da adubação NPK (testemunha. Para o aumento da produtividade, a estratégia de adubação mais eficiente foi o fracionamento da adubação NPK (60 kg ha-1 de N, P(20(5 e K(20 em três aplicações ao ano. O efeito de micronutrientes e do esterco de gado na infecção da vassoura-de-bruxa merece ser investigado com mais atenção.

  1. Rhizobia and other legume nodule bacteria richness in brazilian Araucaria angustifolia forest Riqueza de rizóbios e de outras bactérias de nódulos de leguminosas em floresta de Araucaria angustifolia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniel Renato Lammel

    2007-08-01

    Full Text Available The Araucaria Forest is a sub-type of the Atlantic Forest, dominated by Araucaria angustifolia, which is considered an endangered species. The understory has a high diversity of plant species, including several legumes. Many leguminous plants nodulate with rhizobia and fix atmospheric nitrogen, contributing to forest sustainability. This work aimed at bacteria isolation and phenotypic characterization from the root nodules of legumes occurring in Araucaria Forests, at Campos do Jordão State Park, Brazil. Nodule bacteria were isolated in YMA growth media and the obtained colonies were classified according to their growth characteristics (growth rate, color, extra cellular polysaccharide production and pH change of the medium. Data were analyzed by cluster and principal components analysis (PCA. From a total of eleven collected legume species, nine presented nodules, and this is the first report on nodulation of five of these legume species. Two hundred and twelve bacterial strains were isolated from the nodules, whose nodule shapes varied widely and there was a great phenotypic richness among isolates. This richness was found among legume species, individuals of the same species, different nodule shapes and even among isolates of the same nodule. These isolates could be classified into several groups, two up to six according to each legume, most of them different from the used growth standards Rhizobium tropici, Bradyrhizobium elkanii and Burkholderia sp. There is some evidence that these distinct groups may be related to the presence of Burkholderia spp. in the nodules of these legumes.A Floresta de Araucária é um sub-tipo da Mata Atlântica, cujo dossel é dominado por Araucaria angustifolia, uma espécie ameaçada de extinção. O sub-bosque dessa floresta tem alta diversidade, incluindo muitas espécies de leguminosas. Estas plantas podem formar nódulos e fixar nitrogênio atmosférico, contribuindo para a sustentabilidade da floresta

  2. PROJETO DE ENERGIA ELÉTRICA ATRÁVES DA BIOMASSA: para o auditório da escola Osvaldo Cruz

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jhon Leo de Souza Dorn

    2011-07-01

    Full Text Available A geração de eletricidade através da biomassa tem sido umas das alternativas de fontes renováveis no século XXI, tendo em vista que o Brasil é uma grande potência no uso da biomassa como fonte de energia elétrica, com destaques para algumas regiões, dentro dela o estado do MT, onde na Escola Osvaldo Cruz, localizado na Av. dos Ingás, nº 2222, Jardim Imperial em Sinop–MT, está sendo realizado este projeto de pesquisa sobre o uso da biomassa como fonte de eletricidade para um auditório. Tendo como objetivo gerar eletricidade através da biomassa para um local específico (auditório na escola Osvaldo Cruz, onde também serão avaliadas, melhorias das instalações elétricas para melhor aproveitamento da energia, fatores econômicos, quais os resíduos usados para gerar a eletricidade e por último a viabilidade do projeto. Este projeto abrangera a todos os alunos, pais, docentes da escola onde o projeto foi realizado e sociedade local de Sinop, onde todos poderão ser beneficiados direto ou indiretamente com o uso desta fonte de energia elétrica. Segundo o entrevistado Thomas Lovejoy do documentário Zugzwang (2009: “Pelo uso de combustíveis fósseis e também pela destruição de florestas tropicais estamos transformando o clima da Terra em algo hostil a vida na Terra e à vida humana. É essencial que criemos uma nova matriz energética.” Devido a este fator ambiental, será usada a biomassa neste projeto por ser uma fonte de energia renovável, onde terá como beneficiário a escola acima citada, onde a energia elétrica será produzida através da combustão de um resíduo orgânico agrícola (casca de arroz.

  3. Análise da relação entre desmatamento e bem-estar da população da Amazônia Legal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rodolfo Coelho Prates

    2010-03-01

    Full Text Available Este artigo analisa, empiricamente, a relação entre o desmatamento da floresta amazônica e o bem-estar da população local, mensurando os impactos de uma redução da área desmatada sobre o bem-estar. Utilizou-se o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDH-M como indicador de bem-estar. Para isso, com base nos dados em nível municipal do Censo Agropecuário de 1995 foi estimada, para cada estado, uma função de produção Cobb-Douglas com três fatores de produção: terra, capital e trabalho. Com a função de produção e por meio do método de programação não linear (condições de Kuhn-Tucker, verificou-se a dimensão do impacto sobre o PIB agropecuário e do agronegócio quando há uma restrição na utilização do fator terra de modo a cumprir a legislação florestal vigente. Com base nos novos valores para o PIB, calculou-se o índice de renda que, combinado com os índices de educação e longevidade, produziram um novo IDH-M para alguns estados da Amazônia. Os resultados apontam que há alterações pequenas no IDH-M, apesar de serem bastante expressivas no nível de renda, quando se adotam restrições para a utilização da terra.This paper analyses the empirical relationship between Amazonian rainforest deforestation and local population welfare, measuring the impact on welfare if the deforestation area has to be reduced. The Municipal Human Development Index (MHDI was used to measure welfare. Using 1995 Agriculture Census dataset, a Cobb-Douglas production function was estimated considering three production inputs: capital, land and labor. Applying a nonlinear programming method (Kuhn-Tucker conditions on the results generated by the production function, the impacts of land constraints on agriculture and agribusiness incomes could be calculated, generating a new value of income for each Amazonian state. Combining new values of income with education and health indexes, a new MHDI was estimated for some Amazonian

  4. Conseqüências genéticas da regeneração natural de espécies arbóreas em área antrópica, AC, Brasil Genetic consequences of tree species natural regeneration in an anthropogenic area, Acre State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karina Martins

    2008-09-01

    Full Text Available O cedro (Cedrela odorata L. e o ipê-amarelo (Tabebuia serratifolia Nichols. são espécies arbóreas tropicais economicamente valiosas e que têm sido ameaçadas pela exploração madeireira predatória e pela fragmentação florestal. Ambas apresentam dispersão anemocórica e regeneram naturalmente em áreas de pastagem. Esse estudo comparou, para as duas espécies, a diversidade genética de indivíduos estabelecidos em pastagem e em floresta. Trinta indivíduos de ipê-amarelo foram genotipados com cinco locos isoenzimáticos e 54 de cedro, com quatro locos microssatélites. A diversidade genética foi elevada nas duas subpopulações. Para ipê-amarelo, a diversidade genética foi maior na pastagem. Para cedro, observou-se perda de alelos na pastagem (Â = 11,75 alelos/loco em comparação à floresta (Â = 14,50. Além disso, 31% dos alelos de cedro foram exclusivos da floresta. Não houve divergência genética entre as subpopulações de ipê-amarelo, porém, para cedro, houve divergência significativa, embora baixa (2,2%. Os resultados mostraram que, para as duas espécies, a subpopulação da pastagem não passou por um gargalo genético severo. A colonização de áreas antrópicas mostrou-se eficiente, mas há necessidade de fluxo gênico contínuo, por sucessivas gerações, entre as áreas para restabelecer (cedro e manter (ipê os níveis de diversidade genética observados na área de vegetação primária.Spanish cedar (Cedrela odorata L. and Yellow poui (Tabebuia serratifolia Nichols. are economically valuable tropical tree species that have been threatened by predatory logging and by forest fragmentation. Their seeds are wind-dispersed and both the species colonize and grow-up in pastures. This study compared the genetic diversity in a pasture-established population to a forest population. Thirty yellow poui trees were genotyped with five isozyme loci and fifty four spanish cedar trees were genotyped with four microsatellite

  5. Physiographic and floristic gradients across topography in transitional seasonally dry evergreen forests of southeast Pará, Brazil Gradientes fisiográficos e florísticos ao longo do relevo em florestas perenifólias sazonalmente secas de transição no Sudeste do Pará, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    James Grogan

    2006-12-01

    Full Text Available Seasonally dry evergreen forests in southeast Pará, Brazil are transitional between taller closed forests of the interior Amazon Basin and woodland savannas (cerrados of Brazil's south-central plains. We describe abiotic and biotic gradients in this region near the frontier town of Redenção where forest structure and composition grade subtly across barely undulating topography. Annual precipitation averaged 1859 mm between 1995-2001, with nearly zero rainfall during the dry season months of June August. Annual vertical migrations of deep-soil water caused by seasonal rainfall underlie edaphic and floristic differences between high- and low-ground terrain. Low-ground soils are hydromorphic, shaped by perching water tables during the wet season, pale gray, brown, or white in color, with coarse texture, low moisture retention during the dry season, and relatively high macro-nutrient status in the surface horizons. Forest canopies on low ground are highly irregular, especially along seasonal streams, while overstory community composition differs demonstrably from that on high ground. High-ground soils are dystrophic, well-drained through the wet season, brown or red-yellow in color, with finer texture, higher moisture retention, and low macro-nutrient status in the surface horizons compared to low-ground soils. Forest canopies are, on average, taller, more regular, and more closed on high ground. Low-ground areas can be envisioned as energy and nutrient sinks, where, because of hydrologic cycles, canopy disturbance likely occurs more frequently than at high-ground positions if not necessarily at larger scales.As florestas perenifólias sazonalmente secas no sudeste do Pará, Brasil, são áreas de transição entre as florestas fechadas mais altas do interior da Bacia Amazônica e o cerrado das planícies da região Sul-Central do Brasil. Descrevemos os gradientes abióticos e bióticos nessa região próxima da cidade de Redenção, onde a

  6. Caracterização e dinâmica de duas fases sucessionais em floresta secundária da mata atlântica Characterization and dynamics of two successional stages of secondary atlantic forest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ademir Roberto Ruschel

    2009-02-01

    Full Text Available Em Santa Catarina, foi observado aumento da cobertura florestal nas últimas décadas, o que vem construindo uma paisagem florestal retalhada por um grande mosaico de fragmentos de vários estádios sucessionais. Neste trabalho, buscou-se avaliar o dinamismo do processo sucessional de dois diferentes estádios sucessionais. Em área florestal de 40 ha localizada no Município de São Pedro de Alcântara, SC, abandonada pelo uso agropecuário em meados de 1970, foram estabelecidas aleatoriamente parcelas permanentes (50 x 50 m, duas em estádio florestal secundário médio (SM e quatro em estádio secundário avançado (SA. As avaliações anuais durante o período de 1994 a 2000 de todas as plantas arbóreas com DAP >5 cm revelaram que no SM os valores da densidade de plantas, residentes, recrutadas, mortas e ramificadas foram superiores em relação aos no SA. No entanto, a riqueza de espécies, área basal e distribuição diamétrica foram superiores no SA. Botanicamente, foram observadas com muita clareza as espécies e as famílias dominantes de cada estádio e igualmente o dinamismo sucessional desse grupo de espécies, aumento explosivo e posterior declínio e substituição, evidenciando-se perfeitamente a funcionalidade dos grupos ecológicos nessa tipologia florestal. Por fim, destacou-se que a densidade de plantas ramificadas é notadamente superior em estádios florestais secundários iniciais, embora as taxas de incremento corrente anual fossem similares. As avaliações florísticas mostraram, ainda, que as florestas no litoral catarinense se encontravam em dinâmica sucessional, em que espécies climáxicas vêm substituindo paulatinamente o grupo de espécies pioneiras, elevando a diversidade de espécies e a biomassa florestal.In Santa Catarina State, the forested area of the Atlantic Forest increased in the last decade, forming a landscape which is characterized by a mosaic of fragments of distinct successional stages. This

  7. Alterações da relação C/N de um Latossolo Vermelho-Amarelo sob diferentes coberturas vegetais em Brasnorte – MT. Changes in C/N relation of a Red-Yellow Latosol under different plant cultivations in Brasnorte – MT.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiane Ramos VIEIRA

    2014-12-01

    Full Text Available Este estudo objetivou analisar as alterações nos teores de carbono e de nitrogênio e na relação C/N em solos sob diferentes coberturas. Os sistemas avaliados foram: Floresta Secundária, pastagem, e plantios de teca (Tectona grandis com 8, 13, 16 e 19 anos, utilizando o delineamento inteiramente casualizado para a coleta do solo nas profundidades 0 a 5, 5 a 10 e 10 a 20 cm. Nas áreas dos plantios de T. grandis as amostras de solo foram coletadas na projeção da copa e nas entrelinhas, e nas áreas de pastagem e de Floresta Secundária a coleta foi aleatória. Verificou-se que os teores de carbono orgânico total – COT foram mais elevados nas primeiras camadas de solo, diminuindo conforme a profundidade. A manutenção dos teores de C e de N, semelhantes aos da Floresta Secundária, permitem caracterizar o solo dos sistemas pastagem e de cultivo de T. grandis como quimicamente não degradados, sendo que os valores de relação C/N indicam que o processo dominante em todos os sistemas foi a mineralização. This study aimed to analyze the changes in the levels of carbon and nitrogen and C/N relation in different soil covers. The systems evaluated were: Secondary Forest, pasture, and plantations of teak at 8, 13, 16 and 19 years old, using a completely randomized design in split plot to collect soil in three depths (0-5, 5-10 and 10-20 cm. In the area of teak plantations samples of soil were collected on the projection of the tree crown and between lines, in the pasture and Secondary Forest they were collected randomly. It was found that the concentration of total organic carbon – TOC was higher in the first depth, decreasing as the depth. The maintenance of the levels of C and N similar to Secondary Forest can characterize the soil of grass pastures systems and cultivation of teak as chemical not degraded and C/N relation indicates that the dominant process on all systems was the mineralization.

  8. Fisiologia de espécies florestais da Amazônia: fotossíntese, respiração e relações hídricas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Antonio Marenco

    2014-12-01

    Full Text Available A bacia amazônica tem mais de seis milhões de quilômetros quadrados e abriga a maior floresta tropical do mundo, sendo particularmente importante pela sua biodiversidade e pelo seu papel na ciclagem de água e carbono. Fotossíntese, condutância estomática e fluxo de seiva de espécies florestais da Amazônia apresentam variação ao longo do dia seguindo a variação diurna observada na irradiância, temperatura e o déficit de pressão de vapor. Em decorrência da fotorrespiração, cerca de 25% do carbono fixado é retornado para a atmosfera. Os aumentos na concentração de CO2 na atmosfera previstos para as próximas décadas poderão apresentar efeito positivo na assimilação de carbono deste ecossistema florestal. Em comparação à época chuvosa, redução da umidade do solo e aumento no déficit de pressão de vapor (associado à baixa umidade do ar e alta temperatura favorecem o fechamento dos estômatos em detrimento da fotossíntese. Desse modo, em comparação com a estação chuvosa, a fotossíntese líquida é menor no período seco. No geral, na Amazônia as árvores que atingem o dossel da floresta crescem a taxas maiores na época chuvosa. Exceto em anos de menor precipitação, o ecossistema florestal atua como sumidouro de carbono na época chuvosa. Mais estudos são necessários para determinar como e de que forma fatores específicos do ambiente físico influenciam a assimilação de carbono e o crescimento de árvores nos diversos grupos funcionais na Amazônia.

  9. Composição florística da vegetação arbórea de um trecho de floresta estacional semidecídua em Viçosa, Minas Gerais, e espécies de maior ocorrência na região Floristic composition of trees in a seasonal semidecious forest in Viçosa, Minas Gerais, and species of greater ocurrence in the region

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Walnir Gomes Ferreira Júnior

    2007-12-01

    Full Text Available É grande a demanda por estudos ecológicos em florestas que possam embasar trabalhos de recuperação, conservação da biodiversidade e apoio à legislação ambiental. Entre esses estudos, primordialmente está o levantamento da flora. Nesse sentido, este trabalho teve como objetivo determinar a composição florística de um trecho da Reserva da Biologia, em Viçosa, MG, em regeneração natural há 80 anos, bem como realizar uma análise comparativa com outros trabalhos conduzidos na região, fornecendo, assim, informações que poderão embasar estudos sobre recuperação e conservação da biodiversidade dos fragmentos de Floresta Estacional Semidecidual. Os dados florísticos foram obtidos mediante a amostragem fitossociológica em 1 ha, pelo método de parcelas contíguas, em que todos os indivíduos arbóreos com circunferência de tronco >15 cm a 1,30 m do solo foram amostrados. Registraram-se 130 espécies, distribuídas em 94 gêneros, pertencentes a 38 famílias botânicas. A análise desses dados conjuntamente com de outros levantamentos realizados em trechos distintos da Reserva da Biologia, no campus da UFV, denota a marcante influência de variáveis ambientais locais (topografia, declividade, face de exposição solar e disponibilidade hídrica na distribuição da riqueza florística desse fragmento. Casearia decandra, Guapira opposita, Apuleia leiocarpa, Dalbergia nigra, Jacaranda macratha, Matayba elaeagnoides, Piptadenia gonoacantha, Bathysa nicholsonii, Carpotroche brasiliensis, Luehea grandiflora, Mabea fistulifera, Ocotea odorifera, Sorocea bonplandii e Zanthoxylum rhoifolium foram as espécies de maior ocorrência nos fragmentos estudados na região de Viçosa e adjacências, apresentando potencial para uso na recuperação florestal de áreas degradadas.There is a great demand for ecological studies on forests focusing on biodiversity conservation and establishment of environmental laws. The major need, however, is

  10. Water erosion in soils under eucalyptus forest as affected by development stages and management systems Erosão hídrica em solos sob floresta de eucalipto em diferentes estádios de desenvolvimento e sistemas de manejo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anna Hoffmann Oliveira

    2013-04-01

    Full Text Available The constant increasing of eucalyptus forest areas in Brazil requires an accurate monitoring of water erosion. The present study aimed to evaluate soil, nutrients and organic carbon losses occasioned by water erosion in eucalyptus planted forests (EPF at different development stages (2, 3 and 7 years old. Soil erosion sediments were measured and sampled from standard erosion plots installed on Red Argisol-RA (Ultisol and Haplic Cambisol-HC (Inceptisol. Soil loss decreased as the age of plants increased; at the beginning of plant development, the canopy barely covered the soil surface, exposing the soil to higher erosion at young EPF plantations. Furrow planting system was used in the Red Argisol area and caused higher soil losses (1.1 to 6.2 Mg ha-1 year-1 as compared to pit planting system that was used in the Cambisol area (1.1 Mg ha-1 year-1. It is known that Cambisol is less resistant to erosion than Argisol. However, using pit system in this EPF, resulted in lower erosion and, therefore, nutrients and carbon losses than the traditional furrow system used in Argisol. Concerning the soil loss, this work points to the need of improving soil conservation practices to prevent soil erosion at the earlier stages of eucalyptus plantation. The amount of calcium and potassium were higher than magnesium in the soil sediment.The relatively high amount of carbon found in the erosion sediments raises additional concerns about the environmental sustainability and deserves future research.O aumento constante das áreas de florestas de eucalipto no Brasil impõe um monitoramento acurado da erosão hídrica. No presente estudo, objetivou-se avaliar as perdas de solo, nutrientes e carbono orgânico ocasionadas pela erosão hídrica em florestas plantadas de eucalipto em diferentes estádios de desenvolvimento (2, 3 e 7 anos. Os sedimentos de erosão foram medidos e amostrados por parcelas-padrão instaladas em Argissolo Vermelho (Ultisol e Cambissolo H

  11. Valor de uso e estrutura da vegetação lenhosa às margens do riacho do Navio, Floresta, PE, Brasil Use-value and phytosociology of woody plants on the banks of the Riacho do Navio stream, Floresta, Pernambuco State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Serafim Feitosa Ferraz

    2006-03-01

    Full Text Available Este trabalho foi realizado na mata ciliar do riacho do Navio, Floresta (8º35' 60"S; 38º34'05"W, PE e teve dois objetivos: (a estimar o valor de uso de espécies lenhosas consideradas úteis por moradores do local e (b relacionar o valor de uso das espécies aos seus parâmetros fitossociológicos, estimados a partir de dados de 16 parcelas de 20×30 m, estabelecidas em cinco fragmentos florestais mais bem conservados. Os maiores conhecedores das plantas e seus usos foram considerados informantes-chave e os demais entrevistados integraram a comunidade em geral. Foram identificadas oito categorias de uso: construção doméstica, construção rural, medicinal, alimentação, forragem, tecnologia, energético e outros usos não madeireiros. A vegetação do local foi caracterizada pela presença de Ziziphus joazeiro Mart., Crataeva tapia L., Lonchocarpus sericeus (Poir. DC., Tabebuia aurea (Silva Manso Benth. & Hook. F. ex S. Moore, Geoffroea spinosa Jacq., Schnopsis brasiliensis Engl., Sapindus saponaria L., Albizia inundata (Mart. Barneby & Grimes e Triplaris gardneriana Wedd. Os entrevistados atribuíram usos para 34 espécies entre as quais destacaram-se com maiores valores de uso a T. aurea, com 6,44 para os informantes-chave e 4,10 para a comunidade em geral; Anadenanthera colubrina (Vell. Benan. var. cebil (Griseb Altschul., 4,81 para os informantes-chave e 3,53 para a comunidade em geral e S. brasiliensis, 4,25 para os informantes-chave e 4,47 para a comunidade em geral. O maior número de espécies conhecidas é utilizado para forragem, embora o maior componente do valor de uso total tenha sido as construções rurais. Os parâmetros fitossociológicos estimados não apresentaram correlação com os valores de uso atribuídos às espécies. A importância das formações ciliares foi ressaltada não só para a conservação dos recursos hídricos e para o atendimento das necessidades da comunidade local, mas como garantia de perpetua

  12. Restoration in the mixed Ombrophilous Forest throught the natural succession Restauração na Floresta Ombrófila Mista através da sucessão natural

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ademir Reis

    2010-06-01

    Full Text Available It is speculated on the importance of the restoration as a tool for the environmental conservation through the use of nucleation techniques capable to facilitate the sucessional process in degraded areas, involving producers, consumers and decomposers organisms. This proposal shows that the successional process
    involves all the components of the ecosystem, where it stands out the importance of the adjacents vegetation
    fragments of the areas to be recuperated, in way to create a larger conectivity inside of the involved landscape. It is indicated as nucleate techniques the soil transposition, artificial perches, collection of seeds of nucleate species with maintenance of the genetic variability, planting of seedlings in islands of high diversity and transposition of seed rain. The nucleate techniques should guarantee a larger conectivity with the fragments of the region, propitiating a continuous increase of the biodiversity and resilience in the degraded area, maintaining a dynamic stability.Teoriza-se sobre a importância da restauração como uma ferramenta para a conservação ambiental
    através do uso de técnicas nucleadoras capazes de facilitar o processo sucessional em áreas degradadas,
    envolvendo organismos produtores, consumidores e decompositores. Esta proposta mostra que o processo
    sucessional envolve todos os componentes do ecossistema, onde se destaca a importância dos fragmentos vegetacionais mais próximos das áreas a serem restauradas, de forma a criar uma maior conectividade dentro da paisagem envolvida. São indicadas como técnicas nucleadoras a transposição de solo, poleiros artificiais, coleta de sementes de espécies nucleadoras com manutenção da variabilidade genética, plantio de mudas em ilhas de alta diversidade e transposição de chuva de sementes. As técnicas nucleadoras devem garantir uma maior
    conectividade com os fragmentos da região,  ropiciando um aumento contínuo da

  13. Investigação da presença de óleo essencial em Eucalyptus smithii R.T. Baker por meio da anatomia de seu lenho e casca.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando José Fabrowski

    2010-08-01

    Full Text Available O material utilizado no presente estudo foi proveniente de 15 árvores de Eucalyptus smithii R.T. Baker cultivadas no município de Colombo - PR, em campo experimental da Embrapa Florestas, plantadas em 1988. Caracterizou-se anatomicamente o lenho e a casca por meio de lâminas preparadas no Laboratório de Anatomia e Identificação de Madeiras do IPT e Laboratório de Anatomia da Madeira, do Centro de Ciências Florestais e da Madeira, da Universidade Federal do Paraná. Para a extração do óleo essencial, a madeira foi transformada em serragem e a casca desfibrada manualmente. Para a determinação do rendimento e análise do óleo essencial, foram efetuadas destilações conforme ABNT no Laboratório de Fitoquímica do Departamento de Farmácia da Universidade Federal do Paraná. Os rendimentos do óleo essencial foram dados em volume (ml de óleo essencial por massa (g de material. O Eucalyptus smithii apresenta estrutura anatômica homogênea do lenho e da casca. Na casca, observou-se a presença de cavidades secretoras; no entanto, no lenho, não foi encontrada nenhuma estrutura semelhante, apenas bolsas de quino, sendo desprezível a quantidade de óleo essencial presente na madeira. O óleo essencial da casca apresentou características físico-químicas fora das especificações para óleos essenciais de eucaliptos ricos em 1,8-cineol, não sendo economicamente viável para a exploração desse componente.

  14. A profecia dos desertos da Líbia: conservação da natureza e construção nacional no pensamento de José Bonifácio

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pádua José Augusto

    2000-01-01

    Full Text Available O artigo demonstra que as preocupações manifestadas por José Bonifácio quanto ao uso destrutivo dos recursos naturais, especialmente das florestas, representam um elemento básico e recorrente no seu pensamento político. A análise da evolução dos seus escritos, entre 1790 e 1823, revela uma permanente ligação do autor com a corrente científica conhecida como "economia da natureza", que se originou na Europa do século XVIII e é considerada um dos elos genealógicos mais imediatos na formação posterior da "ecologia". A reforma profunda na relação com o meio natural no Brasil, superando o padrão predatório de exploração herdado do colonialismo, configurou um dos eixos centrais do projeto nacional de Bonifácio, que incluía uma indicação bastante precisa das políticas públicas que seriam necessárias para realizar este objetivo. Sua principal contribuição foi demonstrar a existência de uma relação de causalidade entre o escravismo e a destruição ambiental.

  15. INFLUÊNCIA DOS FATORES EDÁFICOS NA VARIAÇÃO FLORÍSTICA DE FLORESTA ESTACIONAL SEMIDECIDUAL, EM VIÇOSA, MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antonio Jorge Tourinho Braga

    2015-08-01

    Full Text Available RESUMOO objetivo deste estudo foi verificar a possível correlação dos fatores edáficos na distribuição dos indivíduos de espécies arbóreas e a similaridade florística entre as populações, em dois trechos distintos de um fragmento de Floresta Estacional Semidecidual, em Viçosa, MG (20°46' S e 42°52' W. No trabalho, foram amostrados os indivíduos arbóreos superiores ou iguais a 15 cm (CAP, presentes em 20 parcelas de 25×10 m, estando metade dessas alocadas (10 em cada trecho de floresta. Na área das parcelas, foram coletadas amostras de solo (0-10 cm e submetidas às análises química e física. Os resultados dos atributos físicos e químicos do solo indicaram variações conforme as mudanças na topografia do terreno. A análise de correspondência canônica (CCA indicou correlação significativa entre a distribuição das espécies arbóreas avaliadas no perfil topográfico e a fertilidade do solo, enquanto a comparação entre as espécies pertencentes às florestas inicial e avançada apontou baixa similaridade florística. Verificou-se ainda que espécies como Casearia arborea, Ocotea laxa, Myrcia fallax, Siparuna guianensis, Apuleia leiocarpa, Matayba elaeagnoides e Sparattosperma leucanthum estão associadas a solos argilosos mais ácidos, de encostas e com maior teor de alumínio, permitindo o uso delas em programas de recuperação ambiental.

  16. Modelagem do desempenho da extração de madeira pelo "forwarder"

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elton da Silva Leite

    2014-10-01

    Full Text Available Compreender como os parâmetros condições operacionais e da floresta influenciam na extração florestal, visa reduzir custos, regularizar a produção e oferecer melhores condições de trabalho. Objetivou-se com o presente trabalho modelar as tendências do ciclo operacional, da produtividade e do custo de produção na extração de madeira com o forwarder, variando o sentido de extração em aclive e declive. O forwarder foi avaliado em relação aos fatores das variáveis de declividade do terreno de até 36º, volume por árvores de 0,132 a 0,423 m³ e da distância de extração de até 500 m. Foi utilizado o estudo dos tempos e movimentos para avaliar o processo produtivo e modelar a produtividade e o custo de produção. Os melhores resultados do ciclo operacional da máquina foram registrados nas menores distâncias, maiores volumes e menores declividade do terreno, o que implicou em maior produtividade e menor custo de produção. A máquina proporcionou maior capacidade de extração de madeira, operando no deslocamento carregado em declive, sendo, em média, 20% maior que em aclive.

  17. The principal reservoir host of cutaneous leishmaniasis in the urban areas of Manaus, Central Amazon of Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jorge R. Arias

    1981-09-01

    Full Text Available Twenty one opossums (Didelphis marsupialis from disturbed primary forest in the vicinity of Manaus, and seven from an isolated island of secondary vegetation within the city of Manaus, were examined for the presence of Leishmania. Of the opossums from the primary forests, 13 (61.9% were found to be positive for Leishmania braziliensis guyanenesis. One additional opossum was found to be positive for Le. mexicana amazonensis. A simple and economical trapping technique for opossums is presented here, and a control method in special cases is suggested.Vinte e uma mucuras (Didelphis marsupialis, procedentes de uma floresta primária explorada, e sete de uma vegetação secundária em uma ilha isolada, nas cercanias de Manaus, foram examinadas para detectar a presença de Leishmania. Das mucuras da floresta primária, 13 (61.9% foram detectadas positivas para Leishmania braziliensis guyanensis. Somente uma mucura foi dada como positiva para Le.mexicana amozonensis. Apresentamos aqui uma técnica simples e economica para captura de mucuras e e sugerido um método de controle, em casos especiais.

  18. Detecção de cicatrizes de incêndios florestais utilizando a técnica de análise por vetor de mudança na terra indígena sete de setembro - Rondônia / Forest fire scars detection using change-vector analysis in the sete de setembro indigenous land - Rondonia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Philip Martin Fearnside

    2012-10-01

    Full Text Available A Terra Indígena Sete de Setembro (TISS localiza-se no arco do desmatamento, caracterizada por ser uma região de grande pressão antrópica. Esta condição a torna susceptível às ameaças da degradação florestal por incêndios, exploração madeireira ilegal e corte raso para uso agropecuário. Assim, esse estudo teve por finalidade mapear áreas de floresta afetadas pela ação do fogo no período de 2010 a 2011, utilizando imagens TM/Landsat e a técnica de detecção por análise de vetor de mudança. Os resultados mostraram uma área total de 4.187 hectares de florestas afetadas pelo fogo no interior da TISS, correspondendo a cerca de 1,7 % da área total da terra indígena. O monitoramento de terras indígenas por técnicas de sensoriamento remoto é fundamental para avaliar a vulnerabilidade dessas áreas às pressões humanas.AbstractThe Sete de Setembro Indigenous Land is situated in Brazil’s “arc of deforestation,” which is a region characterized by high anthropic pressure. This makes the reserve susceptible to forest degradation by fires, illegal logging and clearcutting for agriculture and ranching. The purpose of the present study was to map forest areas affected by fire from 2010 to 2011 using TM/Landsat images and the changevector analysis detection technique. The results showed a total area of 4187 hectares of forest affected by fire in the indigenous reserve, or about 1.7% of the total reserve area. Monitoring of indigenous lands by remote sensing techniques is essential in order to evaluate the vulnerability of these areas to pressures from human activities.

  19. Transformação da paisagem e o uso dos recursos florestais na agricultura familiar: um estudo de caso em área de Mata Atlântica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gisele Garcia Alarcon

    2011-06-01

    Full Text Available São Bonifácio está localizado na região das serras do leste catarinense, no bioma Mata Atlântica. A agricultura e a pecuária leiteira, praticadas na pequena propriedade, compõem o setor responsável por garantir ocupação da maior parte da população. Este estudo tem como objetivo analisar a relação entre agricultores familiares e os recursos florestais da paisagem. O estímulo a práticas produtivas que não valorizam a floresta associado à ausência de políticas de incentivo para o manejo florestal de espécies nativas, foram determinantes para a redução das áreas florestadas em São Bonifácio nas últimas cinco décadas.

  20. Plant succession in a forest on the Lower Northeast Slope of Serra Geral, Rio Grande do Sul, and Holocene palaeoenvironments, Southern Brazil Sucessão vegetal em uma floresta da Encosta Inferior do Nordeste da Serra Geral, Rio Grande do Sul, e os paleoambientes do Holoceno, Sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Grala Leal

    2007-03-01

    Full Text Available The study of plant succession provides information on vegetation dynamics of a region and, therefore, improves our understanding of the natural trends of present ecosystems. With this objective, plant succession based on palynology of a sediment profile in a swamp forest was studied on the Lower Northeast Slope of Serra Geral, Rio Grande do Sul. Samples were treated with HCl, HF, KOH and acetolysis; slides were mounted in glycerol-jelly. For each sample a minimum of 500 grains of pollen + pteridophyte and bryophyte spores was counted and other palynomorphs were counted in parallel. Tilia and Tilia Graph software were used to construct percentage and concentration diagrams, with three 14C datings. The results show a local water reservoir in the beginning of the Holocene (± 9800 yrs. BP, creating a herbaceous plant marsh by hydrosere. The initial colonization of the marsh by trees occurred about 8800 yrs. BP, with tropical species from the Coastal Plain migrating in an east-west direction. Afterwards, there was a dry phase between 7000-5000 yrs. BP. The second appearance of regional tree species began at about 5000 yrs. BP, resulting in the present forest and in the west-east migration of tropical species from interior lowlands, like this one, to re-colonize the coast after the last marine regression.O estudo de sucessão vegetal permite obter informações sobre a dinâmica da vegetação de uma região e, portanto, compreender melhor os ecossistemas da atualidade e suas tendências naturais. Com este objetivo foi feito um estudo de sucessão vegetal, com base em Palinologia, em um perfil sedimentar do interior de uma floresta paludosa, porção baixa da Encosta Inferior do Nordeste da Serra Geral, Rio Grande do Sul. As amostras foram tratadas com HCl, HF, KOH e acetólise e as lâminas montadas em gelatina-glicerinada. Para cada amostra foi contado um número mínimo de 500 grãos de pólen + esporos de pteridófitos e briófitos, com uma

  1. Reciclagem de Precipitação na Bacia Amazônica: O Papel do Transporte de Umidade e da Evapotranspiração da Superfície

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vinícius Machado Rocha

    Full Text Available Resumo O objetivo desse trabalho é avaliar a distribuição dos componentes do balanço de água e da reciclagem de precipitação na bacia amazônica, abordando os mecanismos físicos associados ao processo de reciclagem. De forma geral, a bacia amazônica se comporta como um sumidouro de umidade da atmosfera, recebendo vapor d'água tanto do transporte de origem oceânica quanto da evaportranspiração da floresta por meio do processo de reciclagem de precipitação. Em escala regional, a Amazônia representa uma importante fonte de umidade para outras regiões da América do Sul, contribuindo para o regime da precipitação em outras áreas do continente. Na média, a reciclagem de precipitação é da ordem de 20% na bacia amazônica, com valores variando entre 15% na porção norte e 40% na porção sul. Dessa forma, do total da precipitação na bacia, aproximadamente, 20% é decorrente do processo de evapotranspiração local; indicando que, a contribuição local para a precipitação total representa um percentual significativo no balanço de água regional e desempenha um importante papel no ciclo hidrológico amazônico. Entretanto, as variabilidades e mudanças no sistema climático devido tanto às variações naturais quanto antropogênicas (aumento na emissão de gases estufa e desflorestamento podem afetar a reciclagem e o ciclo hdrológico regional.

  2. Flora e estrutura do componente arbóreo da floresta do Parque Ecológico Quedas do Rio Bonito, Lavras, MG, e correlações entre a distribuição das espécies e variáveis ambientais Flora and structure of the arboreal component of the forest of the Parque Ecológico Quedas do Rio Bonito, Lavras, Minas Gerais State, and correlations between species distribution and environmental variables

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Eduardo Dalanesi

    2004-12-01

    Full Text Available Os objetivos deste trabalho foram (a descrever a composição florística e a estrutura da comunidade arbórea da floresta do Parque Ecológico Quedas do Rio Bonito, Lavras, MG (21°20'S, 44°58'WGW, 1.0001.300m de altitude; e (b avaliar as correlações entre a distribuição das espécies e variáveis ambientais em três trechos da floresta. Foram registradas a espécie, a circunferência a altura do peito (CAP e a altura total de indivíduos com CAP > 15,7cm amostrados em 80 parcelas de 10×30m distribuídas em três transecções distanciadas em 480m. Variáveis ambientais foram obtidas por parcela a partir de análises químicas e texturais de amostras do solo superficial (0-20cm de profundidade e de um levantamento topográfico das transecções. O levantamento florístico conduzido fora e dentro das parcelas registrou 384 espécies pertencentes a 182 gêneros e 68 famílias botânicas. O perfil florístico foi característico das florestas de altitude da Região Sudeste do Brasil. As 4.137 árvores e 213 espécies inventariadas nas parcelas apresentaram alto índice de diversidade de Shannon (H' = 4,56 nats.ind.-1 provavelmente relacionado com a forte heterogeneidade ambiental e a baixa dominância ecológica. Uma análise de correspondência canônica identificou o fator borda e a classe de drenagem como as variáveis ambientais mais fortemente correlacionadas com a distribuição das abundâncias das espécies.The objectives of the present contribution were (a to describe the floristic composition and structure of the tree community of the forests of the Parque Ecológico Quedas do Rio Bonito, Lavras, Minas Gerais State, SE Brazil (21°20'S, 44°58'WGW, 1,000-1,300m of altitude; and (b to assess the correlations between species distribution and environmental variables in three forest sections. Individual trees with the circumference at breast height (cbh, the total height and species name were registered for individuals with cbh > 15

  3. Contribuição ao estudo químico e avaliação da atividade antioxidante dos frutos verdes de Clusia paralicola (Clusiaceae)

    OpenAIRE

    Rafaela Oliveira Ferreira

    2011-01-01

    Clusia paralicola (Clusiaceae) têm ocorrência nas florestas nordestinas, especialmente do semi-árido e dos brejos de altitude, é conhecida popularmente como pororoca. Este trabalho descreve o estudo químico e a avaliação da atividade antioxidante dos frutos verdes de Clusia paralicola. O estudo químico resultou no isolamento e identificação de dois biflavonóides (GB-1-7-O-glicosídeo e 3,8-binaringenina-7-O-β-glicosídeo), uma catequina (epicatequina), dois esteróides (β-sitosterol...

  4. Ecologia dos flebotomíneos da Serra do Mar, Itaguaí, Estado do Rio de Janeiro, Brasil. I - A fauna flebotomínica e prevalência pelo local e tipo de captura (Diptera, Psychodidae, Phlebotominae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aguiar Gustavo Marins de

    1996-01-01

    Full Text Available Durante dois anos foi feito um estudo ecológico sobre os flebotomíneos em foco de leishmaniose cutânea em Itaguaí, Estado do Rio de Janeiro. As capturas (isca humana, paredes e armadilha luminosa foram efetuadas, simultaneamente, em três sítios de coleta: domicílio, peridomicílio e floresta. Foram capturados 10.172 flebotomíneos, de 17 espécies, sendo 3 do gênero Brumptomyia e 14 do gênero Lutzomyia. A espécie mais prevalente a 100m do nível do mar é L. intermedia, seguida de longe por L. migonei e L. fischeri. A espécie mais endófila e que apresenta um certo ecletismo quanto ao local de hematofagia é L. fischeri, enquanto L. intermedia e L. migonei provaram ser mais exofílicas. L. intermedia pode ser incriminada como o principal vetor potencial do agente de leishmaniose tegumentar, pela sua prevalência, antropofilia e por ser comprovada a veiculação da Leishmania (Viannia braziliensis em outras áreas do Estado do Rio de Janeiro. L. fischeri, pela avidez com que pica o homem, pode ser um coadjuvante na transmissão do parasita. Sua predominância na floresta sugere participação da transmissão em seu ciclo enzoótico natural. A presença de L. longipalpis é um risco potencial de veiculação do agente etiológico da leishmaniose visceral nessa região, particularmente pela baixa imunidade da população local.

  5. Repercussoes do pet-saude na formacao de estudantes da area da saude

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paula Hubner Freitas

    2013-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: O estudo teve como objetivo conhecer as repercussões do Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde/PET-Saúde na formação de estudantes da área da saúde. METODOS: Configura-se como exploratório-descritivo, com abordagem qualitativa.Fizeram parte do estudo, vinte estudantes participantes do PET-Saúde. A técnica de coleta de dados foi a entrevista semi-estruturada e o método de análise dos dados empregado, a análise de conteúdo temática. RESULTADOS: Os dados sinalizam que o PET-Saúde configura-se como um programa facilitador para a busca da integralidade e que proporciona articulação teórica-prática entre estudantes, serviço de saúde e comunidade, o que é imprescindível para a reorientação da formação em saúde. CONCLUSÃO: Conclui-se que o desafio centra-se na formação crítico-reflexiva de profissionais da área da saúde, apontando para novos comportamentos e atitudes.

  6. Composição florística e estrutural da vegetação de restinga do Estado do Piauí

    OpenAIRE

    Francisco Soares Santos Filho

    2008-01-01

    Restinga é vegetação assentada sobre neossolos quartzarênicos do Quaternário e sua composição florística é considerada uma extensão da floresta atlântica ou de ecossistemas adjacentes. A presente tese traz dois trabalhos realizados nas restingas do estado do Piauí, cujo litoral pertence à porção setentrional do litoral nordestino. Este estudo foi composto por dois capítulos. O primeiro tratou de verificar se as restingas do Piauí apresentam composição florística originada em seus ecossiste...

  7. A travessia da terra vermelha: uma saga dos refugiados judeus no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lucius de Melo

    2013-03-01

    Full Text Available Os olhos da soprano viravam pássaros. Fugiam da máscara num sonoro e acelerado bater de asas porque, assim como a boca, também gostavam de cantar. A mágica que os subtraía do rosto fazia da vida uma ilusionista e da cabeça de Nora Naumann, uma cartola. Transformava os olhos em alados e afinados cantores para também tentar libertá-los da gaiola intransponível da memória. Mas, eles nada mais eram que o passado em forma de passarinho. Desprendiam-se com facilidade do corpo para voar sem pressa e prazerosamente sobre os campos verdes formados pelas copas das árvores da infinita floresta brasileira. Voavam sobre as perobas, cedros, caviúnas, marfim, canjeranas, óleo-pardo, canelas, amoreiras, araucárias e as gigantescas e imponentes figueiras brancas cujas raízes aéreas se derramavam tronco abaixo. Rodopiando como um casal em passos de valsa, desviavam do tucano solitário e do bando de papagaios tagarelas da ponta da asa vermelha. Também chegavam às praias tropicais e, misturadas às gaivotas e fragatas, voavam, voavam, ora dando rasantes sobre o mar ora furando as nuvens; depois atravessavam o oceano, cruzavam as montanhas nevadas da Europa, até pousarem cansados sobre o piano de cauda da Escola de Música de Dresden ou no palco de Teatro de Dusseldorf, na Alemanha. Só então descansavam, e, em seguida, voltavam acelerados ao interior do Brasil, cortando o céu como estrelas cadentes, cruzando a escuridão da noite, até chegarem bem perto das tímidas chamas que dançavam sobre as pontas das enferrujadas e oleosas lamparinas. Trêmulas luzes que iluminavam um pedaço de peroba-rosa enfeitado com letras talhadas à mão que identificavam o nome da singela casa de espetáculos: Ópera dos Grilos.

  8. Ainda a Amazônia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mario B. Aragão

    1989-04-01

    Full Text Available No momento há grande preocupação com tentativas de internacionalizar a Amazônia. Entretanto, um exame rápido da história da região mostra que a reação, provocada por tentativas semelhantes, sempre deu resultados benéficos. O problema mais sério que o desmatamento da Amazônia provocará, é a mudança no total e, possivelmente, no regime das chuvas, tanto na região como nas áreas vizinhas. Os 6,5 trilhões de metros cúbicos de água que são evaporados, anualmente, pela floresta, em sua quase totalidade deixarão de entrar na circulação atmosférica. Essa quantidade de vapor d'água é que fornece 50% da chuva que cai na bacia. A questão do "pulmão do mundo" já foi suficientemente explicada, pois, uma floresta em estado "climax" não pode ter saldo de oxigênio. Além disso, o grande lançador de gás carbônico na atmosfera é o consumismo dos países ricos. Entretanto, resultados recentes parecem mostrar que esse gás carbônico não está provocando efeito estufa e aumentando a tempertura da terra. A experiência internacional e também a nacional têm mostrado que a melhor maneira de proteger uma floresta é dar a ela uma utilidade, logicamente, do ponto de vista do homem. A melhor proposta surgida até hoje foi a da criação das florestas regionais de rendimento, onde empresas madeireiras receberiam concessão para explorá-las, sem se tornarem proprietárias nem da terra nem da vegetação. Não é de hoje a vinculação entre floresta amazônica e dívida externa. Desde os projetos pecuários até os grandes empreendimentos industriais e de mineração, todos têm sido incentivados na ilusão de obter divisas para o pagamento da dívida externa. O problema das represas precisa ser repensado; está sendo inutilizada muita terra para a produção de pouca energia que, além do mais, pouco beneficiará a população brasileira. Os garimpos, tradicionalmente, têm sustentado o contrabando, principalmente de ouro e as

  9. Comparação florística e estrutural de duas florestas de várzea no estuário amazônico, Pará, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fábio de Jesus Batista

    2011-04-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi conhecer e comparar a composição florística e a estrutura de duas áreas de florestas de várzea localizadas na reserva extrativista Chocoaré-Mato Grosso, Santarém Novo-PA. O inventário florístico abrangeu 1,5 ha em parcelas de 10 x 100 m, distribuídas na área 1 (1,0 ha e área 2 (0,5 ha. Foram identificados os indivíduos arbóreos com circunferência a 1,3 m altura do solo (CAP > 30 cm e demonstrada a riqueza, área basal e o IVI (Índice de Valor de Importância para cada área. A relação entre as áreas foi realizada por meio da similaridade de espécies, densidade, área basal, análise de agrupamento e espécies indicadoras. Na área 1, ocorreram 613 ind.ha-1 (26,67 m².ha-1 distribuídos em 17 famílias, 33 gêneros e 34 espécies com Euterpe oleracea, Enterolobium maximum, Symphonia globulifera, Pterocarpus amazonicus e Virola surinamensis apresentando os maiores IVI's e a área 2 com 744 ind.ha-1 (35,34 m².ha-1 em 13 famílias, 24 gêneros e 26 espécies com Mauritia flexuosa, Euterpe oleracea, Virola surinamensis, Tapirira guianensis e Inga thibaudiana com os maiores IVI's. As áreas registraram baixas similaridades entre si (0,18 e tanto a densidade quanto a área basal foram superiores na área 2. O agrupamento separou as áreas entre si e das 51 espécies, apenas 15 foram indicadoras. Conclui-se que, as florestas apresentaram baixa riqueza com pouca semelhança entre as populações arbóreas e as espécies indicadoras ocorreram nas áreas 1 e 2.

  10. Seguranca alimentar, renda e Programa Bolsa Familia: estudo de coorte em municipios do interior da Paraiba, Brasil, 2005-2011

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Caroline Sousa Cabral

    2014-02-01

    Full Text Available Este trabalho tem por objetivo avaliar o impacto do Programa Bolsa Família na superação da Insegurança Alimentar. Realizou-se um estudo de coorte em 2005 e 2011, em amostra de famílias residentes em São José dos Ramos e Nova Floresta, Paraíba, Brasil. Em 2005 foram avaliados 609 domicílios e em 2011 foram encontradas e entrevistadas 406 famílias. Houve aumento da segurança alimentar/insegurança alimentar leve e melhoria nos indicadores socioeconômicos. Percebeu-se uma relação significativa entre a elevação da renda e a melhoria dos níveis de Insegurança Alimentar. O programa impacta positivamente no aumento da renda, propiciando melhorias dos níveis de segurança alimentar/insegurança alimentar leve. Percebeu-se que outras variáveis socioeconômicas podem estar contribuindo na melhoria deste perfil. Diante disso, no combate à insegurança alimentar e nutricional, são necessárias outras políticas e programas que ajam nos demais determinantes.

  11. Distribuição da população e cobertura da terra: o lugar das Áreas Protegidas no Pará, Brasil em 2010

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Álvaro de Oliveira D’Antona

    2015-12-01

    Full Text Available Resumo O objetivo deste artigo é analisar a distribuição da população do Pará, a partir de dados do Censo Demográfico 2010 associados a dados de uso e cobertura da terra do TerraClass, dispostos em uma grade estatística. Verifica-se o papel de 113 Áreas Protegidas (AP - 46 Terras Indígenas, 51 Unidades de Conservação de Uso Sustentável e 16 Unidades de Conservação de Proteção Integral - no gradiente rural-urbano do ponto de vista populacional e em relação aos usos-coberturas da terra nelas existentes. Utilizando um Sistema de Informações Geográficas, os dados relativos às APs, ao uso e cobertura da terra e os censitários foram incorporados à grade estatística. O relacionamento espacial dos planos de informação nas células indica que a população do estado é bastante concentrada, uma tendência que se reproduz nas Áreas Protegidas (o coeficiente de Gini para a distribuição dos domicílios é superior a 0,9. As APs configuram-se como áreas menos populosas e mais florestadas em comparação ao restante do estado. Apesar da presença de extensas porções sem domicílios ocupados e da maior extensão de florestas do Pará (57%, identificam-se nestas áreas usos urbanos associados a outros usos e coberturas da terra. Os resultados indicam que as dinâmicas populacionais e as mudanças nos usos e cobertura da terra estão relacionadas de forma mais ampla, estimulando a reflexão sobre a urbanização e as mudanças no uso e cobertura da terra de forma mais integrada.

  12. Regeneração de espécies arbóreas sob a influência de Merostachys multiramea Hack. (Poaceae em uma floresta subtropical Regeneration of tree species influenced by Merostachys multiramea Hack. (Poaceae in a subtropical forest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suzana Cyrino dos Santos

    2012-03-01

    Full Text Available A ocorrência de bambúseas é comum em muitas fisionomias florestais, sendo que a elevada abundância destas espécies pode interagir com a regeneração de espécies arbóreas. Foi avaliada a regeneração de espécies arbóreas e de Merostachys multiramea Hack. em uma área de transição entre Floresta Ombrófila Mista e Floresta Estacional no Sul do Brasil e comparada a estrutura de regeneração da área entre dois e quatro anos após floração, frutificação e morte de M. multiramea. Foram alocadas 25 unidades amostrais de 100 m² dispostas de forma aleatória, onde foram amostrados todos os colmos vivos de M. multiramea e indivíduos regenerantes de espécies arbóreas > 30 cm de altura e com perímetro à altura do peito The occurrence of bamboo species is common in several forest physiognomies, and the high abundance of these species may affect the regeneration of other ones. We evaluated both tree species and Merostachys multiramea Hack. recruitment in a transition area between mixed Araucaria rain forest and seasonal semideciduous forests in southern Brazil. We compared the regeneration structure of the areas evaluated two and four years after flowering, fruiting and death of M. multiramea. We randomly distributed 25 100 m² sampling units, and surveyed all living culms of M. multiramea and tree saplings. We sampled 4,372 living bamboos and 2,918 tree saplings, belonging to 32 plant families and 75 species. Most species were classified as zoochorous and canopy light-demanding. On the other hand, plant abundance revealed a greater contribution of autochorous, understory and shade-tolerant trees. M. multiramea density was higher over the four years after the reproductive event (p<0.05, with taller culms (p<0.01, but with the same mean number of culms (p=0.46. A NPMANOVA revealed significant differences in composition and abundance between surveys, with higher similarity among samplings two years after the reproductive event of M

  13. BIODIVERSIDADE FLORESTAL E PAISAGÍSTICA DO TERRITÓRIO MUNICIPAL DE SELLANO - ÚMBRIA - ITÁLIA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ettore Orsomando

    2007-08-01

    Full Text Available O Município de Sellano, situado na Úmbria (Itália, ocupando uma superfície de cerca 86 km² no setor regional central mais oriental junto à fronteira com as Marcas, do ponto de vista florestal se destaca pelo elevado índice de cobertura florestal superior a 60% em relação aos 40% da Úmbria. A biodiversidade florestal é constituída por 7 formações de caducifólias naturais (florestas: de Quercus pubescens, de Ostrya carpinifolia, de Quercus cerris com a associação endêmica denominada Carici sylvaticae-Quercetum cerridis rica em Orquídeas, de Quercus cerris com Quercus pubescens, de Castanea sativa, de Fagus sylvatica, de Salix alba e por um artificialismo (reflorestamentos de Pinusnigra e Pinus halepensis. Tais florestas, voltadas para a exploração econômica, em bom estado de conservação, contornadas por áreas de pastagem, por áreas antrópicas com ocupações humanas, áreas cultivadas e zonas de artesanato caracterizam 11 unidades ambientais paisagísticas do conjunto das 42 tipologias de paisagens da Região Úmbria como um todo: vertentes alto-colinares com florestas de Quercus pubescens ou de Ostrya carpinifolia, às vezes interrompidas por pequenas clareiras de pastagens, de origem secundária, de Bromus erectus; vertentes montanas com florestas de Fagus sylvatica e pequenas pastagens, de origem secundária, de Bromus erectus; áreas rupestres com agrupamentos casmofiticos; vertentes alto-colinares e submontanas, com fraca declividade e recobertas por paleossolos fersialíticos, com florestas mesófilas de Quercus cerris (Carpinion betuli e florestas de Castanea sativa de origem antrópica; relevos alto-colinares com florestas de Ostryacarpinifolia ou Quercus pubescens, às vezes interrompidas por pequenas clareiras de pastagem, de origem secundária, de Brachypodium rupestre; leitos fluviais com florestas meso-higrófilas de Salixalba ou Alnus glutinosa; cimos e vertentes com pastagens de origem secundária de

  14. Contribuição de folhas na formação da serrapilheira e no retorno de nutrientes em floresta de transição no norte de Mato Grosso Leaf contribution to litterfall and litterpool and nutrients recycling in transition forest in Mato Grosso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos José da Silva

    2009-09-01

    Full Text Available Este estudo foi desenvolvido numa área de floresta de transição Amazônia-Cerrado no norte de Mato Grosso. Teve como objetivo quantificar a dinâmica da produção e acúmulo e as partes constituintes da serrapilheira, bem como a participação das folhas no retorno do nitrogênio, fósforo e carbono ao solo por meio da decomposição. Foram coletados mensalmente durante um ano dados de serrapilheira total produzida, serrapilheira total acumulada no solo e avaliada a decomposição de folhas no período de seca e de chuvas. A produção de serrapilheira apresentou variações sazonais com maiores valores no período seco e predomínio da fração foliar durante todo o ano. Por outro lado, a serrapilheira acumulada não apresentou diferenças significativas entre o período de seca e o chuvoso como também correlação significativa com a serrapilheira produzida. A decomposição da serrapilheira exclusiva de folhas foi mais intensa no período chuvoso e em ordem decrescente de espécies, em T. schomburgkii, Thyrsodium sp, B. lactescens e P. sagotianum. A espécie P. sagotianum tanto no período seco quanto no chuvoso apresentou maior resistência à decomposição. O potencial de retorno de nitrogênio ao solo foi da ordem de 70,3 kg.ha-1.ano-1, para o fósforo, de 76,1 kg.ha-1.ano-1 e para o carbono, de 3,5 ton.ha-1.ano-1. Houve uma correlação entre a decomposição exclusiva de folhas e o retorno de nitrogênio e fósforo para todas as espécies estudadas no período de seca. No período chuvoso foi registrada correlação significativa somente para nitrogênio e o carbono para a espécie P. sagotianum.This study was conducted in an area of Amazonia-Cerado transition forest in the noirth of Mato Grosso state, Brazil. The main objectives of the study was to quantify the variability of litter fall and litter pool biomass (leaves, flowers, fruits, and wood, and the participation of the leaves in the return of nitrogen, phosphorus and carbon

  15. Regime de luz em uma floresta estacional semidecídua sob manejo, em Pirenópolis, Goiás Light availability in a semideciduous forest management in Pirenópolis, Goiás, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fábio Venturoli

    2012-12-01

    Full Text Available Esta pesquisa foi realizada em um fragmento de floresta estacional semidecídua, localizada em Pirenópolis, Goiás, e investigou as alterações no regime de luz, medida pela densidade de fluxo de fótons, associadas a intervenções silviculturais que visaram, sobretudo, aumentar o crescimento de espécies arbóreas, sem permitir a invasão por espécies oportunistas que poderiam influenciar negativamente a dinâmica da regeneração natural. O delineamento foi em blocos casualizados, em esquema fatorial, testando as diferenças entre tratamentos silviculturais, estações climáticas e alturas de medida no sub-bosque (1,30 m e ao nível do solo. Foram testadas duas intensidades de corte seletivo de indivíduos arbóreos e de cipós na floresta. Os tratamentos foram suficientes para alterar o regime de luz, tanto na estação seca como na estação chuvosa, em acordo com a hipótese testada. O sombreamento na área controle foi de 97% na estação chuvosa e de 86% na estação seca, apresentando diferenças significativas com o sombreamento associado aos tratamentos silviculturais, que variaram de 93% a 94% na chuva e de 77% a 80% na seca. Esse estudo pode auxiliar na validação deste sistema de manejo florestal proposto para as florestas estacionais semidecíduas no Brasil Central, devendo ser associado aos estudos populacionais e de comunidade, preservando os fragmentos florestais encontrados na região e gerando benefícios ambientais e renda extra para a população rural.This study was carried out on a fragment of semi-deciduous forest in Pirenópolis, Goias, Brazil and investigated the changes in the photon flux density in relation to silvicultural interventions that aimed at increasing growth of tree species but without allowing invasion by exotic species that could influence the dynamics of natural regeneration. The design was a randomized block in factorial, testing the differences between silvicultural treatments, seasons and

  16. Aspectos florísticos e fitossociológicos da reserva Capão de Tupanciretã, Tupanciretã, RS, Brasil.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suzana Ferreira da Rosa

    2008-01-01

    Full Text Available Este trabalho foi realizado na Reserva Capão de Tupanciretã, município de Tupanciretã (RS, em uma área com 8 hectares pertencente à Fundação de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Sul (FEPAGRO. O objetivo do trabalho foi avaliar a composição florística e estrutura fitossociológica da floresta. Utilizaram-se dez parcelas de tamanho 10 x 20 m distribuídas sistematicamente na área. Nessas parcelas, foram medidos e identificados todos os indivíduos com DAP maior ou igual a 5 cm. Dentro das parcelas principais, alocaram-se subunidades de 5 x 5 m para avaliar o componente arbustivo (DAP entre 1 e 5 cm e de 2 x 2 m para a regeneração natural (DAP menor que 1 cm e altura superior a 30 cm. Os resultados foram analisados usando o programa FITOANALISE, calculando-se os parâmetros fitossociológicos tradicionais de densidade, dominância, freqüência, valor de importância, valor de cobertura e índice de diversidade. As espécies com maior representatividade no componente arbóreo da floresta foram Camboatá-vermelho (Cupania vernalis Cambess. e o Branquilho (Sebastiania commersoniana (Baill. L. B. Sm. & Downs. No componente arbustivo e na regeneração, as espécies que apresentaram o maior número de indivíduos foram Camboatá-vermelho (Cupania vernalis Cambess., Primavera (Brunfelsia australis Benth., Chal-chal (Allophylus edulis (A. St.–Hil, Cambess. & A. Juss. e Canela-amarela (Nectandra lanceolata Nees

  17. Does nitrogen availability have greater control over the formation of tropical heath forests than water stress?A hypothesis based on nitrogen isotope ratios Tem a disponibilidade de nitrogênio maior controle sobre a formação de florestas tropicais de campinara do que o estresse hídrico?uma hipótese fundamentada nas razões isotópicas do nitrogênio

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Francis Q Brearley

    2011-01-01

    Full Text Available Global scale analyses of soil and foliage δ15N have found positive relationships between δ15N and ecosystem N loss (suggesting an open N cycle and a negative relationship between δ15N and water availability. We show here that soils and leaves from tropical heath forests are depleted in 15N relative to 'typical' forests suggesting that they have a tight N cycle and are therefore limited by N rather than by, often suggested, water availability.Análises de δ15N solo e foliar, em escala global, encontraram relações positivas entre δ15N e a perda de N do ecossistema (sugerindo um ciclo aberto de N, e uma relação negativa entre o δ15N e a disponibilidade de água. Mostramosneste trabalho que os solos e a vegetação de florestas de campinarana são empobrecidas em 15N em relação a florestas 'típicas', sugerindo que elas têm um ciclo fechado de N e são, desta forma, limitadas pelo N, ao invés da disponibilidade de água, como frequentemente sugerido.

  18. Características ambientais determinantes da capacidade produtiva de sítios cultivados com eucalipto

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    F. A. Braga

    1999-06-01

    Full Text Available A análise discriminante foi utilizada com o objetivo de identificar as características ambientais determinantes da qualidade de sítios florestais da região do mar de morros, no Médio Rio Doce (MG. Cinqüenta e oito unidades de amostra, com 480 m² (20 x 24 m, de povoamentos de Eucalyptus grandis com 5,5 anos de idade, implantados em dezembro de 1987, espaçamento 3 x 2 m, foram agrupadas em três classes de sítio. O projeto ocupa área de 1.465 ha no município de São João Evangelista (MG. Há predomínio de Latossolo Vermelho-Amarelo distrófico ou álico textura média a argilosa fase floresta subperenifólia relevo forte ondulado e montanhoso, associado com Latossolo Câmbico e Latossolo Regossólico, formado sobre embasamento granito-gnaisse do Grupo Paraíba. Um modelo discriminante com duas funções lineares foi gerado, observando o grau de acerto na classificação das parcelas nas classes de sítio originais. As variáveis incluídas no modelo foram selecionadas por procedimento Stepwise, tendo como critério de seleção a maximização da Distância Generalizada de Mahalanobis. O modelo classificou corretamente 86,2% das parcelas. As oito características ambientais incluídas no modelo foram: altitude, pedoforma, declividade, radiação solar, floculação de argila (0-20 cm, relação silte/argila (40-60 cm e relação cálcio/soma de bases trocáveis (0-20 e 40-60 cm. Destacaram-se as características fisiográficas, que representam, indiretamente, fatores de ação direta sobre o crescimento do povoamento, devendo ser observadas, prioritariamente, na seleção de áreas para implantação e manutenção de florestas comerciais de eucalipto.

  19. Fenologia de três espécies de Myrsine l. em floresta secundária semidecídua no Sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Danielle Bauer

    2012-10-01

    Full Text Available Eventos vegetativos e reprodutivos de Myrsine lorentziana (Mez. Arechav., M. guianensis (Aubl. Kuntze e M. coriacea (Sw. R. Br. foram avaliados por dois anos, em Floresta Estacional Semidecidual secundária, no Parque Municipal Henrique Luís Roessler, Novo Hamburgo, RS, Brasil. Os eventos fenológicos foram relacionados a variáveis climáticas, e observou-se correlação negativa com a temperatura e o fotoperíodo em M. guianensis e M. coriaceae, na fenofase floração, enquanto na frutificação essa correlação ocorreu em M. lorentziana e M. coriaceae. M. guianensis foi a única espécie que apresentou correlação negativa da fenofase de frutos maduros com o fotoperíodo e a temperatura. Floração e frutos maduros constituíram eventos sazonais nas três espécies, que em conjunto fornecem alimento para a avifauna durante o ano todo. A presença de frutos imaturos, queda foliar e brotamento demonstrou ser um evento contínuo ao longo do ano. Nenhum evento fenológico se correlacionou com a precipitação, resultado esperado em ambientes sem períodos secos regulares.

  20. Anatomia da cavidade bucofaringeana de Sorubim trigonocephalus (Siluriformes, Osteichthyes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiano de Oliveira Schuingues

    2013-10-01

    Full Text Available Sorubim trigonocephalus Miranda et Ribeiro, 1920 conhecido popularmente como chinelo, é uma espécie migratória, de importância econômica. Bastante apreciado na gastronomia por apresentar sabor agradável e sem ossos intermusculares (espinhos. Os exemplares foram coletados em um trecho no Rio Teles Pires, localizado no município de Alta Floresta/MT. Anestesiados e sacrificados em solução aquosa de benzocaína, fixados com solução de formoldeído a 10%, transferidos para o Laboratório de Anatomia Animal/Unemat para descrição das características da cavidade bucofaringeana. Esta espécie apresentou uma pré-maxila bem desenvolvida e cabeça achatada dorsoventralmente, boca localizada na porção ventral média da cabeça, com fenda bucal ampla. Os lábios superiores apresentaram pigmentação cinza escuro com pequenas áreas claras, sendo mais largos que os inferiores e não apresentaram pigmentação. Foram identificadas quatro regiões dentígeras na porção anterior da cavidade bucal e duas na região da faringe, todas com dentes viliformes. A porção posterior da cavidade bucal era limitada lateralmente por quatro pares de arcos branquiais que decresciam em tamanho do primeiro ao último par, crânio-caudal, formados por dois ramos: o superior, mais curto, e o inferior, mais longo. A cavidade bucofaringeana de S. trigonocephalus se mostrou semelhante à de outros teleósteos descritos na literatura, estando adaptado ao hábito alimentar com dieta carnívoro-ictiofágica e diferindo apenas pela ausência de língua estrutural com pré maxila bem desenvolvida apresentando dentes viliformes.

  1. Influência da irrigação no ciclo do abacaxizeiro cv. Pérola em área de tabuleiro costeiro da Bahia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    ALMEIDA OTAVIO ALVARES DE

    2002-01-01

    Full Text Available Neste estudo, objetivou-se avaliar a influência da irrigação sobre o ciclo do abacaxizeiro-'Pérola'. O trabalho foi conduzido na Embrapa Mandioca e Fruticultura, em Cruz das Almas (BA, num Latossolo Amarelo Distrófico A moderado textura franco argilo-arenosa fase transição floresta tropical subperenifólia/subcaducifólia, típico dos Tabuleiros Costeiros, situado a uma altitude de 220 m, com pluviosidade média anual de 1.170 mm e temperatura média de 24,5 ºC. Utilizou-se um delineamento experimental em blocos casualizados e as lâminas de água, aplicadas por aspersão, num esquema "line source", foram de 608; 568; 525; 468 e 334 mm/ano. Durante o período experimental (09/94 a 12/95, ocorreu uma precipitação efetiva de 671 mm/ano. Houve efeito positivo das lâminas crescentes de irrigação sobre a diferenciação floral natural e antecipação no período de colheita do fruto, o que resultou no encurtamento do ciclo da planta, sem que se observasse prejuízo ao peso médio do fruto, das parcelas submetidas às maiores lâminas d'água. Nestas, mais de 70% dos frutos foram colhidos com uma antecipação de 22 dias em relação ao final da colheita. As maiores lâminas de irrigação permitiram igualmente uma distribuição mais eqüitativa da colheita, no período em que ela ocorreu.

  2. Propriedades físico-químicas e microbiológicas do solo de um Parque em Tangará da Serra, MT, uma área de transição entre Amazônia e Cerrado Physicochemical and microbiological properties of soil in a municipal park in Tangará da Serra, MT, a transition area between Amazonia and Cerrado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliandra Meurer Melz

    2009-01-01

    Full Text Available O Parque Natural Municipal Ilto Ferreira Coutinho, localizado em Tangará da Serra-MT, possui uma vegetação de transição entre Cerrado e Floresta Amazônica e apresenta três diferentes áreas denominadas: área de lazer, área alterada e reserva natural, conforme o seu estado de degradação e de utilização. Os objetivos deste trabalho foram: estudar algumas propriedades físico-químicas e microbiológicas (bactérias e fungos do solo; analisar a influência dos períodos seco e chuvoso nestas propriedades do solo e estimar os índices de diversidade, uniformidade e riqueza bacteriana do solo das áreas estudadas. As amostras de solo foram coletadas nos meses de agosto de 2005 e março de 2006 e as análises físico-químicas foram realizadas em um laboratório especializado. As análises de pH, umidade e contagem total de fungos e bactérias foram realizadas no Laboratório de Microbiologia da UNEMAT. A diversidade bacteriana foi calculada através do índice de Shannon-Wiener e a riqueza e uniformidade pelo índice de Pielou. Houveram diferenças nos valores da comunidade microbiana (fungos e actinomicetos, de pH, de matéria orgânica, de carbono orgânico e de umidade, entre as áreas e os períodos estudados. No período chuvoso, observamos a inibição do crescimento de actinomicetos provavelmente causado pela alta umidade. Os índices de diversidade, uniformidade e riqueza foram baixos, possivelmente devido à constante ação antrópica no parque.The Ilto Ferreira Coutinho Municipal Nature Park in Tangará da Serra, state of Mato Grosso, Brazil, has a transition vegetation of "Cerrado" to Amazonian forest and encompasses three different areas classified as: leisure area, altered area, and natural reserve area, according to their state of degradation and use. The objectives of this work were to study some of the physicochemical and microbiological (bacteria and fungi properties of the soil, analyze the influence of the dry and

  3. Populações de aranhas errantes do gênero Ctenus em fragmentos florestais na Amazônia Central Populations of Ctenus wandering spiders in Amazonian forest fragments

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Augusto Macedo Mestre

    2008-01-01

    Full Text Available Ctenus é um gênero de aranhas errantes abundante em florestas tropicais da América do Sul e da África e está se tornando um organismo modelo para compreensão da biologia de predadores na fauna de serapilheira. Avaliamos os efeitos da fragmentação florestal sobre quatro espécies de aranhas errantes do gênero Ctenus (C. amphora, C. crulsi, C. manauara e C. villasboasi, baseado nas variações das densidades e nos tamanhos de adultos em fragmentos de tamanhos diferentes, nas bordas destes e nas florestas secundárias próximas. Este estudo foi realizado de fevereiro a julho de 1999, em floresta tropical úmida de terra firme ao norte de Manaus - AM. As áreas incluíram três locais de mata secundária, quatro fragmentos de 1 ha, três de 10 ha, dois de 100 ha e quatro reservas em floresta contínua (maior que 10.000 ha. As aranhas foram capturadas manualmente, mensuradas e contadas em transectos de 250x5 m ou 500x5 m em áreas de platô, no interior e nas bordas dos fragmentos. Houve predomínio significativo de fêmeas em duas espécies (C. amphora- 74% e C. crulsi- 65%; dimorfismo sexual de tamanho em três espécies (C. amphora, C. crulsi e C. manauara e variação temporal da abundância significativa para as quatro espécies. Estes resultados corroboraram e complementaram tendências de estudos anteriores e permitem uma interpretação mais completa sobre a ecologia destas espécies. Não observamos diferenças de abundância das aranhas entre centro e bordas e entre reservas de diferentes tamanhos. O efeito de borda ou do tamanho do fragmento sobre o tamanho de aranhas Ctenus neste estudo foi bem menor que as variações anteriormente observadas entre habitats diferentes no interior da floresta. Comparações com um estudo posterior a este, mostram que efeito da fragmentação nesta escala sobre estas aranhas diminui com a regeneração da floresta ao redor dos fragmentos, indicando uma rápida resposta do grupo para estas modifica

  4. Uurban Forestry Evaluations: Quantitative Surveys on Vegetation of Green Tunnels in Porto Alegre, RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciane Teresa Salvi

    2010-12-01

    Full Text Available Os túneis verdes, objetos de estudo deste trabalho, constituem estruturas paisagísticas recorrentes na paisagem de Porto Alegre. Formados pela densa arborização viária, integram a floresta urbana da capital gaúcha e representam uma alternativa aos projetos dedicados ao fomento da vegetação em ambientes urbanizados. As propostas que objetivam a implantação desses túneis devem considerar o aumento da densidade e diversidade da flora, sendo necessária a realização de diagnósticos da vegetação existente como subsídio para a formulação de tais projetos. Esta pesquisa avalia aspectos referentes à diversidade e à composição das espécies vegetais formadoras de alguns túneis verdes da cidade de Porto Alegre, RS, estabelecendo um comparativo entre as espécies existentes, tendo em vista que o manejo dessa vegetação linear representa uma das ferramentas que pode ser empregada visando ao aumento da densidade e diversidade das florestas urbanas.

  5. Análise da variabilidade genética de uma pequena população de Frieseomelitta varia (Hymenoptera, Apidae, Meliponini) por meio de análise do DNA mitocondrial, microssatélites e morfometria geométrica das asas

    OpenAIRE

    Paulo Henrique Pereira Gonçalves

    2010-01-01

    As abelhas da tribo Meliponini apresentam distribuição pantropical. São encontradas mais de 400 espécies pertencentes a 50 gêneros, sendo que mais de 300 estão presentes nas Américas. Os meliponíneos são responsáveis por grande parte da polinização das plantas nativas. A destruição das florestas tem ameaçado seriamente as abelhas sem ferrão, isolando-as em fragmentos e expondo-as ao endocruzamento e aos efeitos de perda de variabilidade genética. No presente estudo, foram empregadas análises ...

  6. Análise das variações florísticas e estruturais da comunidade arbórea de um fragmento de floresta semidecídua às margens do rio Capivari, Lavras-MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Souza Josival Santos

    2003-01-01

    Full Text Available Realizou-se um estudo das variações florísticas e estruturais da comunidade arbórea em um fragmento de Floresta Estacional Semidecídua situado às margens do rio Capivari, em Lavras, Minas Gerais, com o objetivo de analisar as correlações entre variáveis ambientais (edáficas, topográficas e morfométricas do fragmento e a distribuição das espécies arbóreas. Procurou-se, também, ampliar o conhecimento sobre a composição florística e a estrutura fitossociológica das comunidades arbóreas da região do alto rio Grande. As espécies arbóreas foram amostradas em coletas extensivas na área e intensivas dentro de 28 parcelas de 20 20 m, tendo sido considerados apenas os indivíduos com DAP > 5 cm. As parcelas foram distribuídas em cinco transeções, dispostas paralelamente à inclinação predominante do terreno. As variáveis ambientais foram obtidas por meio do levantamento topográfico do fragmento e de análises químicas e granulométricas de amostras dos solos. As correlações entre distribuição das abundâncias das espécies e as variáveis ambientais nas parcelas foram avaliadas por análise de correspondência canônica (CCA. A listagem florística registrou 166 espécies, sendo 140 encontradas dentro das parcelas. A comunidade arbórea apresentou um elevado índice de diversidade de Shannon (H' = 4,258 nats/indivíduo, correlacionado à baixa dominância ecológica (alta equabilidade de Pielou, J' = 0,862 e, possivelmente, à alta heterogeneidade ambiental local. A CCA demonstrou que a heterogeneidade ambiental do fragmento é caracterizada principalmente pela topografia acidentada e pelas variações de fertilidade, granulometria e regime hídrico dos solos, sendo este último o mais fortemente correlacionado com a distribuição das espécies. Muitas espécies arbóreas mostraram clara preferência por dois habitats: a baixa encosta, com solos mais úmidos e férteis, e a alta encosta, com solos menos úmidos e f

  7. Propriedades físicas de latossolo e argissolo em função de práticas de manejo aplicadas na entrelinha da cultura da seringueira (Hevea brasiliensis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    A. A. Ribon

    2002-09-01

    Full Text Available Avaliou-se a influência das práticas de manejo (gradagem, Pueraria phaseoloides e roçadeira nas entrelinhas da cultura da seringueira (Hevea brasiliensis, plantada em 1992, sobre a densidade do solo e a macro e microporosidade de solos do Planalto Paulista. Foram retiradas amostras nos anos de 1998 e 1999, após seis anos consecutivos de manejo, nas profundidades de 0-10, 10-20, 20-30 e 30-40 cm do Latossolo Vermelho distrófico textura argilosa A moderado caulinítico hipoférrico relevo plano e Argissolo Vermelho-Amarelo distrófico abrúptico, Tb, A moderado textura areia/média fase floresta tropical subperenifólia e relevo suave ondulado, localizados, respectivamente, nos municípios de Jaboticabal e Tabapuã (SP. Para cada profundidade, foram retiradas oito amostras por tratamento, por experimento, em cada ano, totalizando 394 amostras. Os atributos físicos do solo (densidade do solo e macroporosidade foram avaliados de acordo com as práticas de manejo aplicadas. Dentre os sistemas de manejos aplicados na entrelinha da seringueira, a roçadeira foi o que provocou maior compactação do solo em todas as profundidades, evidenciada pelos elevados valores de densidade do solo e reduzida macroporosidade, sendo este efeito mais pronunciado nas camadas superficiais dos solos.

  8. Papilionoideae (Leguminosae arbóreas e lianas na estação de pesquisa, treinamento e educação ambiental (EPTEA, Mata do Paraíso, Viçosa, Zona da Mata Mineira Trees and lianes of the papilionoideae (Leguminosae in the research, training and environmental education station (EPTEA, Mata do Paraíso, Viçosa, Zona da Mata Mineira

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Izabella Martins da Costa Rodrigues

    2007-01-01

    Full Text Available Este trabalho consiste em um levantamento florístico das árvores e lianas pertencentes à Papilionoideae da Mata do Paraíso, importante fragmento de Floresta Estacional Semidecidual Submontana, no Município de Viçosa, Zona da Mata mineira. A pesquisa de campo foi realizada por meio de visitas à área de estudo, no período de julho/2004 a agosto/2005. Foram reconhecidos 12 táxons infra-específicos pertencentes a oito gêneros, sendo Machaerium Pers. (4 spp. e Dalbergia L. f. (2 spp. os mais representativos. São apresentados chaves de identificação, descrições, ilustrações e comentários sobre os táxons analisados. Dalbergia nigra (Vell. Allemão ex Benth., espécie vulnerável, e Ormosia vicosana Rudd, endêmica da região, foram encontradas na EPTEA.This work is a floristic survey of trees and lianas of the Papilionoideae in the Mata do Paraíso, an important fragment of Submontane Semideciduous Seasonal Forest, in Viçosa, Zona da Mata Mineira. The fieldwork was carried out through visits to the studied area, from July/2004 to August/2005. Twelve taxa represented by eight genera were recorded. Machaerium Pers. (4spp. and Dalbergia L. f. (2 spp. were the most representatives. Identification keys, descriptions and illustrations are presented for the analyzed taxa. Dalbergia nigra (Vell. Allemão ex Benth., vulnerable species and, Ormosia vicosana Rudd, endemic for the region were found at EPTEA.

  9. Florística e estrutura da comunidade arbórea de um remanescente de Floresta Estacional Decidual de encosta, Monte Alegre, GO, Brasil Floristic and structure of a seasonal deciduous forest fragment, Monte Alegre, GO, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André R. Terra Nascimento

    2004-09-01

    Full Text Available O presente estudo teve como objetivo descrever a composição de espécies arbóreas e a estrutura de um fragmento de Floresta Estacional Decidual, na região Nordeste de Goiás, Brasil. Foram levantadas 25 unidades amostrais quadradas de 20x20m, totalizando uma amostra de um hectare, sendo incluídos na amostragem todos os indivíduos com diâmetros iguais ou superiores a 5cm. Foram amostrados 663 indivíduos pertencentes a 52 espécies arbóreas, destacando-se pela densidade as espécies Combretum duarteanum Camb., Casearia rupestris Eichl., Myracrodruon urundeuva Fr. Allem., Machaerium acutifolium Vog. e Tabebuia impetiginosa (Mart. ex DC. Standl. Foram encontradas 21 famílias botânicas, com maior representatividade da família Leguminosae (17 espécies e das famílias Bignoniaceae (4 espécies, Anacardiaceae (3 espécies e Bombacaceae (3 espécies. A vegetação estudada apresentou dossel descontínuo e distribuição diamétrica desequilibrada, com valores do quociente de Liocourt "q" variando de q1= 0,66 a q6 = 0,14. Estes remanescentes florestais desempenham papel importante na manutenção da diversidade biológica e possuem espécies arbóreas madeiráveis de importância econômica, que se tornaram raras em outros locais da região Nordeste de Goiás.The objective of this study was to describe the floristic composition and the structure of the tree layer of a fragment of a seasonal deciduous forest in northeastern Goiás state, Brazil. A sample of 25 (20x20 plots was assessed totaling one hectare. All individuals for 5cm dbh were included in the survey. A total of 663 trees in 52 arboreal species was found; the most abundant species were Combretum duarteanum Camb., Casearia rupestris Eichl., Myracrodruon urundeuva Fr. Allem., Machaerium acutifolium Vog. and Tabebuia impetiginosa (Mart. ex DC. Standl. There were 21 families with a higher proportion of Leguminosae (17 species Bignoniaceae (4 species, Anacardiaceae (3 species and

  10. Treetop shelter of a neotropical river otter cub (Lontra longicaudis - Carnivora: Mustelidae in an Amazonian flooded forest Abrigo em copa de árvore de filhote de lontra neotropical (Lontra longicaudis - Carnivora: Mustelidae em floresta inundável amazônica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pedro Manuel Ribeiro Simões dos Santos

    2007-06-01

    Full Text Available The finding of a Neotropical river otter (Lontra longicaudis cub occupying a shelter in a hollowed treetop is reported. The observation was made in a seasonally flooded forest in Central Amazonia, during the high water peak of the annual inundation cycle. A literature review indicates that this is the first description of a shelter of the species, both in a hollowed tree and in Amazonia. This observation can indicate a strong relationship between the species' breeding cycle with the annual dynamics of Amazonian rivers. We discuss potential advantages and disadvantages of breeding when water level is high.É relatada a observação de um filhote de lontra (Lontra longicaudis ocupando um abrigo em uma cavidade na copa de uma árvore. A observação foi feita em uma floresta inundada na Amazônia Central, no pico de cheia do ciclo anual de inundação. A revisão da literatura revela que esta é a primeira descrição de um abrigo desta espécie em uma cavidade de árvore na natureza e na Amazônia. Tal observação pode indicar uma forte relação entre o ciclo reprodutivo da espécie e a dinâmica anual dos rios amazônicos. Discutimos vantagens e desvantagens potenciais da reprodução na época da cheia.

  11. Forest structure and stem volume assessment based on airborne laser scanning / Avaliação da estrutura florestal e do volume de madeira a partir de laser aerotransportado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Markus Hollaus

    2012-10-01

    Full Text Available This paper presents a methodology for the derivation of structural parameters and stem volume in forests based on Airborne Laser Scanning (ALS data. We describe three different measures of horizontal and vertical canopy structure: (1 tree crown segmentation, (2 compactness of vegetation patches, and (3 vertical layering of vegetation patches and canopy cover. An empirical regression model for the derivation of stem volume from the ALS and forest inventory sample plot data is described and its results are validated with extensive reference data. Different study areas in Austria were used to illustrate the workflows. The presented study demonstrates the applicability of the proposed methods on study sites and ALS data of differing characteristics, as well as it points out the suitability of ALS as a tool for reliable wide area assessment of structural parameters and stem volume for forested areas.ResumoEsse artigo apresenta uma metodologia para derivação de parâmetros estruturais e de volume de madeira em florestas baseado em dados de Laser Scanner Aerotransportado (ALS. Nós descrevemos três diferentes medidas da estrutura horizontal e vertical da copa: (1 segmentação da copa da árvore, (2 compacidade das manchas de vegetação, (3 estratificação vertical das manchas de vegetação e cobertura do dossel. Um modelo empírico de regressão para derivar o volume de madeira fazendo uso de dados ALS e dados amostrais obtidos em inventário florestal é descrito e seus resultados são validados com extensivos dados de referência. Diferentes áreas na Áustria foram utilizadas para ilustrar o fluxo de trabalho. O estudo apresentado demonstra a aplicabilidade dos métodos propostos nas áreas de estudo e dos dados ALS de diferentes características, bem como aponta a adequação do ALS como ferramenta confiável para avaliação de parâmetros de estrutura e de volume de madeira de amplas áreas florestais.

  12. Estrutura da comunidade de artrópodes de solo em diferentes fitofisionomias da Reserva Particular do Patrimônio Natural – Sesc Pantanal, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jessica Rhaiza Mudrek

    2014-04-01

    Full Text Available As teias alimentares presentes na serrapilheira são de extrema importância para que haja a ciclagem dos nutrientes presentes no solo. A fauna de artrópodes de solo vem sendo estudada no Pantanal matogrossense para que ocorra identificação dos grupos, bem como sua riqueza e distribuição. O objetivo deste trabalho foi analisar a comunidade de artrópodes em duas fitofisionomias do Pantanal, além de verificar a relação da abundância e/ou riqueza da fauna com a altura da serrapilheira. O estudo foi realizado em Abril de 2012, na RPPN Sesc Pantanal, no município de Poconé, Mato Grosso, Brasil. Foram instaladas dez armadilhas de queda (pitfalls dentro de duas parcelas de 50x50 m, com fitofisionomias distintas, Cerrado sensu stricto e Floresta semidecidual. A serrapilheira foi mensurada por meio de fita métrica (raio de 30cm. O material foi encaminhado ao laboratório de zoologia, triados e identificados. Para realização da análise de variância e correlação dos artrópodes com serrapilheira foi utilizado o programa Systat 10. Houve diferença significativa na riqueza entre as duas fitofisionomias, por sua vez para a abundância não foi significativa. Não houve correlação entre a altura de serrapilheira e a riqueza/abundância de artrópodes. As ordens mais abundantes corroboram com outros trabalhados, porém seriam necessárias amostragens mais longas para uma lista mais completa das ordens identificadas.

  13. As endemias rurais na Folha SA.22 Belém, do projeto RADAM

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mario B. Aragão

    1987-12-01

    Full Text Available Utilizando dados sobre as endemias rurais ou seus vetores e os mapas geológico, geomorfológico e de vegetação, foi possível separar áreas onde essas endemias podem ou não ocorrer. A malária não ocorre num tipo de chapada e noutro de várzea. Só estará livre de leishmaniose muco-cutânea a floresta da placínie aluvial. Já a cutânea difusa é restrita a algumas matas de várzea. Os caramujos hospedeiros intermediários da esquitossomose poderão aparecer, depois do desmatamento, em todas as áreas não sujeitas a inundação. A febre amarela tem ocorrido em todas as florestas e até nas matas ciliares das zonas campestres.Using data from endemic diseases from rural areas and their vectors and geologic, geomorphological and vegetation maps it was possible to plot areas where these diseases are possible to occur. Malaria is not found in one type of plateau and in another type of floodplain. Only the floodplains are free of muco-cutaneous leishmaniasis and the diffuse cutaneous form is restricted to some floodplains forest. Snail intermediate host of schistosomiasis can appear, after deforestation, in all areas presently not periodically flooded. Yellow fever has been found in all forest types, including the gallery forest of grasland zones.

  14. Pteridófitas de uma área remanescente de Floresta Atlântica do Estado de Pernambuco, Brasil Floristic survey of the pteridophytes from a remnant area of Atlantic Forest, Pernambuco State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sandra Tereza Ambrósio

    1997-12-01

    Full Text Available É apresentado um "checklist" das pteridófitas ocorrentes na Reserva Ecológica de Jangadinha, Município de Jaboatão dos Guararapes, como contribuição aos estudos da pteridoflora de áreas de Floresta Atlântica do Estado de Pernambuco. Informações sobre a auto-ecologia das espécies também são apresentadas. Coletas foram realizadas em cinco pontos, denominados de Banho-Frio -1, Banho-Frio - II, Área do Reservatório, Área do Açude e Mata do Curado. Foram reconhecidos 25 táxons distribuídos em 14 famílias: Schizaeaceae (2 spp., Gleicheniaceae (2 spp., Hymenophyllaceae (1 sp., Cyatheaceae (1 sp., Pteridaceae (7 spp., Vittariaceae (1 sp., Dennstaedtiaceae (2 spp., Thelypteridaceae (2 spp., Dryopteridaceae (1 sp., Davalliaceae (1 sp., Blechnaceae (1 sp., Polypodiaceae (2 spp., Lycopodiaceae (1 sp. e Selaginellaceae (1 sp.. Em todos os pontos de coletas há pteridófitas, sendo que Banho-Frio I é o mais rico e a Mata do Curado relativamente pobre em número de espécies. A maior diversidade florística foi encontrada nos micro-habitats de interior e margem das matas, principalmente em barrancos úmidos.A checklist of the pteridophytes occurrence in Ecological Reserve of Jangadinha, in the municipality of Jaboatão dos Guararapes was made as a contribution to the study of remnant area of Atlantic Forest of Pernambuco, Brazil. Auto-ecology information about the species are included. Collections were made in five points of the Reserve, namely Banho-Frio -1, Banho-Frio - II, Área do Açude, Área do Reservatório and Mata do Curado. Twenty-five species of the following 14 families were recognized: Schizaeaceae (2 spp., Gleicheniaceae (2 spp., Hymenophyllaceae (1 sp., Cyatheaceae (1 sp., Pteridaceae (7 spp., Vittariaceae (1 sp., Dennstaedtiaceae (2 spp., Thelypteridaceae (2 spp., Dryopteridaceae (1 sp., Davalliaceae (lsp., Blechnaceae (1 p., Polypodiaceae (2 spp., Lycopodiaceae (1 sp. and Selaginellaceae (1 sp.. Pteridophytes occurred in

  15. ESTIMATIVA DA FRAGMENTAÇÃO FLORESTAL NA MICROBACIA SEPOTUBINHA, NOVA MARILÂNDIA – MT, NOS ANOS DE 1990 E 2014

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edson Viana Massoli

    2016-12-01

    Full Text Available A fragmentação florestal é um dos principais fatores que afetam a sustentabilidade dos recursos naturais, da biodiversidade e, consequentemente, da qualidade de vida da sociedade. Considerando isso, o objetivo deste estudo foi avaliar a fragmentação florestal na microbacia Sepotubinha, entre os anos de 1990 e 2014, utilizando as métricas da paisagem. Realizou-se um mapeamento dos fragmentos florestais, com base em uma classificação supervisionada de imagens do satélite Landsat. Os resultados obtidos demonstram que houve uma redução de 42% da Floresta original. Observou-se também uma redução de 39,26% de área nuclear de habitat e uma expressiva mudança na forma dos fragmentos, apresentando geometrias mais susceptíveis ao efeito de borda.O isolamento dos fragmentos foi o aspecto da paisagem menos afetado com o processo de desmatamento, uma vez que o retalhamento dos fragmentos grandes em vários de menor tamanho reduziu a distância média entre eles. Sugere-se que estudos futuros produzam informações sobre os processos ecológicos na microbacia Sepotubinha, pois desta forma será possível entender a relação padrão espacial e processos ecológicos, e assim produzir informações de maior valia para gestão ambiental da paisagem.

  16. Dos Fragmentos às Vasilhas: um primeiro passo para a construção de contextos culturais na arqueologia da floresta tropical

    OpenAIRE

    Raymond, Scott J.

    2009-01-01

    Neste capítulo eu não pretendo inovar, mas fazer uma retrospectiva para explicar uma metodologia particular que tem sido aplicada à classifcação cerâmica nas terras baixas tropicais da América do Sul. Eu me refro a essa metodologia como uma classifcação estrutural, uma vez que foi modelada a partir da metodologia da lingüística descritiva. Ela não deve ser confundida com estruturalismo ou análise estruturalista (Leone 1982) da forma que esses termos são correntemente usados, no sentido lévi-s...

  17. Birds of two protected areas in the southern range of the Brazilian Araucaria forest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ismael Franz

    2014-01-01

    Full Text Available Over 70% of threatened birds in the state of Rio Grande do Sul, south Brazil, inhabit forest environments. The creation and maintenance of protected areas is one of the most important measures aiming to mitigate these problems. However, the knowledge of the local biodiversity is essential so that these areas can effectively preserve the natural resources. Between 2004 and 2009 we sampled the avifauna in two conservation units in Rio Grande do Sul: Floresta Nacional de Canela (FNC and Parque Natural Municipal da Ronda (PMR, both representative of the Mixed Humid Forest (Araucaria Forest. A total of 224 species was recorded, 116 at FNC and 201 at PMR, ten of which threatened regionally: Pseudastur polionotus, Odontophorus capueira, Patagioenas cayennensis, Amazona pretrei, A. vinacea, Triclaria malachitacea, Campephilus robustus, Grallaria varia, Procnias nudicollis and Sporophila melanogaster. Richness and species composition seem to be related to different stages of forest conservation, to size and connectivity, as well as to the diversity of environments. The better conservation of PMR compared to FNC, allied to its geographic position, results in a richer avifauna, with a larger amount of rare and endangered species, as well as species sensitive to disturbance and endemic to the Atlantic Rainforest. We suggest management actions aiming the conservation and the long-term recovery of natural environments at these sites.

  18. Cobertura do solo e degradação de pastagens em área de domínio de Chernossolos no sul da Bahia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    O. V. Costa

    2000-12-01

    Full Text Available O presente trabalho, realizado nos municípios de Itapé e Itaju do Colônia, os quais se encontram insertos na região econômica Litoral sul do estado da Bahia, teve por objetivo caracterizar um ambiente pastoril, dando ênfase a solos e sua cobertura natural, com a finalidade de mensurar e avaliar a degradação de pastagens. Essas áreas encontram-se em domínio de Chernossolos, em ambientes onde houve substituições de floresta nativa e cacau, cultivado em cabruca, por pastagens de capim Panicum maximum, cv. colonião e sempre-verde, cultivadas há vários anos em sistemas caracterizados como bem e mal manejados. Para isso, aplicou-se um método para análise da cobertura do solo, utilizando as unidades de amostragem de linhas e pontos em conjunto, monitorado pela caracterização química e física do solo. As amostras foram coletadas em trincheiras localizadas no topo, na meia-encosta e na baixada, em morros com conformações semelhantes. Verificou-se que a mudança de ambiente levou a alterações físicas e químicas do solo, tais como: diminuição nos valores de soma de bases, na capacidade de troca de cátions e, conseqüentemente, no grau de saturação por bases; diminuição nos teores de carbono orgânico total e aumento na densidade do solo e, em conseqüência, redução na quantidade total de poros, principalmente nas primeiras camadas do horizonte A, decorrente das exigências dos processos de conversão da floresta em pastagem. As amostragens realizadas por meio de linhas e pontos foram eficientes, uma vez que proporcionaram subsídios para a avaliação do nível de degradação, revelando que, ao longo dos anos, as pastagens mal conduzidas sofrem mudanças (sucessão de gramíneas, aumento na incidência de espécies espontâneas e de solo descoberto, dentre outras que comprometem a sustentabilidade das pastagens da região.

  19. Environmental degradation impact on native communities of arbuscular mycorrhizal fungi in an urban fragment of semideciduous plateau forest Impacto da degradação ambiental sobre as comunidades nativas de fungos micorrízicos arbusculares em um fragmento urbano de floresta estacional semidecídua

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosilaine Carrenho

    2011-06-01

    Full Text Available Three forest reserves, with highly degraded areas, are open to visitors in Maringá, Paraná, Brazil. Impact caused by tree cutting, heavy traffic and visitors on the establishment of arbuscular mycorrhizal fungi (AMF was evaluated in two areas with different degradation stages of the Dr. Luis Teixeira Mendes Forest Garden, a remnant of semideciduous forest. Soil samples were removed from three locations within each area; spores were isolated from the soil by wet sieving and sucrose centrifugation and mounted on permanent slides. Spores were counted and identified taxonomically under a microscope. Diversity, dominance, equitability and similarity indexes were calculated from abundance data. The degraded area had the highest number of spores and featured communities with the lowest rates in richness, diversity and equitability. However, high spore density was caused by the frequent presence of G. sinuosum sporocarps. Ten to 12 species were verified in each site from the preserved area while this number varied from 6 to 12 in the degraded area. In the degraded area, Site II, lying in the most protected area of the forest fragment, diversified and equilibrated communities existed, similar to sites in the preserved area. Results suggest that environmental degradation had negative effects on the establishment and diversity of AMF.No município de Maringá (PR existem três parques abertos à visitação, todos com áreas degradadas. O impacto causado pelo corte de árvores, tráfego de automóveis e visitação sobre o estabelecimento de fungos micorrízicos arbusculares (FMA foi avaliado em duas áreas do Horto Florestal Dr. Luis Teixeira Mendes, remanescente de floresta estacional semidecídua. Amostras de solo foram retiradas de três pontos em cada área. Os esporos foram isolados do solo via peneiramento úmido e centrifugação em sacarose, e montados em lâminas permanentes. Sob microscópio foram quantificados e identifi cados

  20. Riqueza, composição e distribuição espacial da comunidade de aves em um fragmento florestal urbano em Maringá, Norte do Estado do Paraná, Brasil = Richness, composition and spatial distribution of bird community on an urban forest fragment at Maringá, Northern Paraná State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André Beal Galina

    2006-10-01

    Full Text Available Foi analisada a riqueza, composição e distribuição espacial de aves em um fragmento florestal urbano de 47,3 ha em Maringá, Sul do Brasil (23°25’S e 51°25W. Quatro hábitats foram categorizados neste fragmento: interior de floresta, borda de floresta, áreas abertas e lago. A borda e interior de floresta foram divididos em três estratos: inferior (abaixo de 3 m, médio (3-6 m e superior (acima de 6 m. Uma transecção abrangendo todos os hábitats foi percorrida quatro vezes por mês de janeiro a dezembro de 2003, totalizando 48 dias de amostragens. Foram registradas 86 espécies de aves no fragmento florestal, sendo os insetívoros e onívoros, respectivamente, as guildas com maior número de espécies. A maioriadas espécies foi registrada no máximo em 25% das amostragens. O interior da floresta foi o hábitat que teve a maior riqueza de espécies e a maior porcentagem de espécies com freqüência de ocorrência superior a 75%. O estrato médio apresentou a maior riqueza e o superior a maior porcentagem de espécies com freqüência de ocorrência superior a 75%. Ressalta-se a importância de se manter os vários fragmentos florestais urbanos e a cobertura arbórea nacidade de Maringá, a fim de se minimizar os efeitos do isolamento e tentar suprir as necessidades de uma parte da comunidade de aves que possivelmente não se manteria caso não houvesse outras áreas florestais próximas ao local estudado.Richness, composition and spatial distribution of birds were analyzed on an urban forest fragment of 47.3 ha at Maringá, Southern Brazil (23°25'S and 51°25W. Four habitats were categorized on this fragment: forest, forest edge, open areas and lagoon. The forest and forest edge were divided into three levels: understory (bellow 3 m, mid-levels (3-6 m and canopy (above 6 m. A standard transect was ran throughout all pre-established habitats four times each month of January to December 2003, totaling 48 sampling days. A total of 86

  1. Registro recente de harpia, Harpia harpyja (Linnaeus (Aves, Accipitridae, na Mata Atlântica da Reserva Natural Vale do Rio Doce, Linhares, Espírito Santo e implicações para a conservação regional da espécie Recent record of harpy eagle, Harpia harpyja (Linnaeus (Aves, Accipitridae, in Atlantic forest of Vale do Rio Doce Natural Reserve, Linhares, Espírito Santo, Brazil and implications for the regional conservation of the species

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana C. Srbek-Araujo

    2006-12-01

    Full Text Available A presente comunicação reporta o registro de um macho adulto de harpia, Harpia harpyja (Linnaeus, 1758, na Reserva Natural da Vale do Rio Doce (RNVRD, região norte do Espírito Santo, em agosto de 2005. A análise deste e de registros históricos da espécie nesta reserva indica a presença de uma população residente na região compreendida pela RNVRD e pela Reserva Biológica de Sooretama. Estas duas reservas, contíguas entre si, compreendem cerca de 46250 ha de Floresta Atlântica de baixada (Mata de Tabuleiro, na sua maior parte bem conservada. Além da grande extensão de floresta, a rica e densa fauna de mamíferos presente nestas reservas contribuem para a permanência das harpias na região.The present communication reports an observation occurred in August 2005 of the harpy eagle, Harpia harpyja (Linnaeus, 1758, in the Vale do Rio Doce Natural Reserve (VRDNR, located in northern Espírito Santo state, southeastern Brazil. The analysis of this and past records of the species in this reserve indicates the presence of a resident population in the region encompassed by the VRDNR and the Sooretama Biological Reserve. These two reserves total circa 46,250 ha of lowland Atlantic forest (Tabuleiros forest, which are mostly well preserved. Besides the great extension of forests, the rich and abundant mammal fauna present in these two reserves contribute to the regional permanence of the harpy eagle.

  2. Análise da trafegabilidade em estradas florestais utilizando métodos computacionais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Robson Jose de Oliveira

    2013-04-01

    Full Text Available As estradas florestais são o principal meio de integração entre as florestas e as empresas. A partir do exposto, percebe-se a necessidade não apenas da correta aplicação de atividades de manutenção, mas também de se determinar o tempo exato para tal intervenção. Partindo desse pressuposto, este trabalho apresenta os resultados da apreciação de dois métodos de classificação da qualidade de estradas não pavimentadas, com o intuito de se verificar a aplicabilidade dos mesmos na caracterização das estradas florestais brasileiras e servir como base para um sistema de gestão das operações de manutenção destas vias. Foram medidos os principais defeitos em estradas florestais seguindo um método denominado de Índice de Condição de Rodovia Não Pavimentada (ICRNP, que serviram de base para gerar um banco de dados para testar a eficiência do uso de redes neurais artificiais (RNA na administração das estradas florestais, minimizando custos e paralisações de tráfego. Concluiu-se que a utilização das redes neurais artificiais apresentou resultados superiores ao método do ICRNP.

  3. Amazon Forest maintenance as a source of environmental services

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Philip M. Fearnside

    2008-03-01

    Full Text Available Amazonian forest produces environmental services such as maintenance of biodiversity, water cycling and carbon stocks. These services have a much greater value to human society than do the timber, beef and other products that are obtained by destroying the forest. Yet institutional mechanisms are still lacking to transform the value of the standing forest into the foundation of an economy based on maintaining rather than destroying this ecosystem. Forest management for commodities such as timber and non-timber forest products faces severe limitations and inherent contradictions unless income is supplemented based on environmenta lservices. Amazon forest is threatened by deforestation, logging, forest fires and climate change. Measures to avoid deforestation include repression through command and control, creation of protected areas, and reformulation of infrastructure decisions and development policies. An economy primarily based on the value of environmental services is essential for long-term maintenance of the forest. Much progress has been made in the decades since I first proposed such a transition, but many issues also remain unresolved. These include theoretical issues regarding accounting procedures, improved quantification of the services and of the benefits of different policy options, and effective uses of the funds generated in ways that maintain both the forest and the human population.A floresta amazônica produz serviços ambientais, tais como a manutenção da biodiversidade, da ciclagem de água e dos estoques de carbono. Estes serviços têm um valor muito maior para a sociedade humana do que a madeira, carne bovina e outros produtos que são obtidos destruindo a floresta. Mecanismos institucionais ainda estão faltando para transformar o valor da floresta em pé no alicerce de uma economia baseada em manter, em lugar de destruir, este ecossistema. Manejo florestal para madeira e para produtos florestais n

  4. Florística e estrutura do componente arbóreo e análise ambiental de um fragmento de Floresta Ombrófila Mista Alto-Montana no município de Painel, SC

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pedro Higuchi

    2013-03-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5902/198050988449A Floresta Ombrófila Mista Alto-Montana é uma formação pouco estudada que ocorre em altitudes acima de 1.000 m. Os objetivos deste estudo foram conhecer os padrões florísticos e estruturais do componente arbóreo de um fragmento desta floresta na região do Planalto Sul Catarinense e determinar as variáveis ambientais que influenciam esses padrões. O levantamento da composição florística e estrutural e a coleta das variáveis ambientais foram conduzidos em 50 parcelas de 200 m2. Nelas, todos os indivíduos arbóreos com CAP (circunferência medida a altura do peito ≥ 15,7 cm foram medidos (CAP e altura e identificados. Foram coletadas, em cada parcela, variáveis ambientais relacionadas às características químicas e físicas dos solos, topográficas e de cobertura do dossel. Foram calculados os parâmetros fitossociológicos e a estrutura diamétrica da comunidade e das populações com valor de importância (VI acima de 5 %. A similaridade florístico-estrutural entre as parcelas foi analisada pela NMDS (Nonmetric Multidimensional Scaling e os vetores das variáveis ambientais significativas (p < 0,05 foram plotados a posteriori. Foram identificadas 50 espécies arbóreas distribuídas em 33 gêneros e 20 famílias botânicas. As espécies com maior VI foram: Araucaria angustifolia (Bertol. Kuntze (17,32 %, Myrceugenia euosma (O.Berg D.Legrand (15,24 % e Acca sellowiana (O.Berg Burret (7,84 %. A estrutura diamétrica de toda a comunidade e das populações estudadas (exceto Dicksonia sellowiana Hook. teve distribuição próxima ao “J invertido”. A análise NMDS demonstrou maior porcentagem de argila nas parcelas com maior densidade de Araucaria angustifolia e menor porcentagem, nas parcelas com maior densidade de Dicksonia sellowiana, Inga lentiscifolia Benth. e Ocotea pulchella Mart. As parcelas de maior declividade tiveram maior densidade de Drimys brasiliensis Miers e aquelas de

  5. Botânica econômica, uma ciência importante para a região amazônica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ghillean T Prance

    1988-01-01

    Full Text Available A botânica econômica é uma ciência atualmente muito importante na região amazônica e deve ser adaptada às necessidades regionais. Neste trabalho, são fornecidos dados sobre o banco genético da floresta amazônica, espécies e dados econômicos da floresta de extração, sistemas agroflorestais, aproveitamento de monoculturas, naturais e cultivo das várzeas. É necessário um forte programa de botânica econômica para criar sistemas de uso racionais da floresta amazônica.The important contribution to be made by the science of Economic Botany in today's Amazonia environment is emphasized. Economy Botany must be tailored to the current situation where and uneccesary destruction is taking place. Studies are needed of the gene pool os useful plants and their wild relatives that occur in the forest; of products suitable for extraction from the forest; of agroforest, systems; os natural monospecific stands of such species as Orbignya phalerata and Mauritia flexuosa; and of plants suitable for cultivation on the várzea. The need for a strong programme in Amazonian Economic Bot any is stressed.

  6. Análise do desempenho da máquina 'slingshot' em subsistemas de colheita em florestas de eucalipto Analysis of the performance of a slingshot machine in subsystems of eucalyptus forest harvesting

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Amaury P. de Souza

    2004-12-01

    Full Text Available Com este trabalho, objetivou-se avaliar, técnica e economicamente, o 'slingshot' em diferentes subsistemas de colheita em florestas de eucalipto. A análise técnica englobou um estudo de tempos e movimentos e produtividade, e a análise econômica envolveu os parâmetros custo operacional, custo de produção e rendimento energético. O elemento processamento nos subsistemas 1 e 2 consumiu mais da metade do tempo do ciclo operacional; já no subsistema 3 os elementos busca e corte, e processamento representaram, juntos, cerca de 75% do tempo do ciclo total. Chegou-se ao custo operacional de US$ 68,45 ha-1 nos subsistemas 1 e 2 e de US$70,78 ha-1 no subsistema 3. Nos subsistemas 1, 2 e 3 os custos de produção do 'slingshot' foram de US$ 1,67; 2,02 e 5,47 m-3 (com casca, respectivamente. O rendimento energético foi de 3,60; 4,37 e 11,42 g kW-1 m-3 com casca, respectivamente.This work had the objective to evaluate technically and economically a slingshot machine in different timber harvesting subsystems in eucalyptus forests. The analysis technique included productivity and a motion and time study. The economic analysis included the parameters- operational cost, production cost, and energy consumption rate. The element processing in subsystems 1 and 2 consumed more than half of the operational cycle time. In the subsystem 3, the elements searching and cutting trees and processing represented together about 75% of the total cycle time. The operational cost was US$68.45 ha-1 in the subsystems 1 and 2 and US$70.78 ha-1 in the subsystems 3. The slingshot production costs were US$ 1.67; 2.02 and 5.47 m-3, in the subsystems 1, 2 and 3, respectively. The energy consumption rate were 3.60; 4.37 and 11.42 g kW-1 m-3, in the subsystems 1. 2 and 3, respectively.

  7. Cupins de duas florestas de restinga do nordeste brasileiro Termites from two restinga forests of Northeastern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandre Vasconcellos

    Full Text Available A estrutura da comunidade de cupins foi avaliada em duas florestas de restinga localizadas nos municípios de Mataraca e Cabedelo, Estado da Paraíba. Um protocolo padronizado de amostragem foi aplicado em cada área. Vinte e cinco espécies foram encontradas, sendo 19 em Mataraca e 15 em Cabedelo, com 9 espécies comuns às duas localidades. As espécies de Nasutitermitinae e as do grupo dos comedores de madeira foram dominantes em ambas as áreas. A baixa riqueza de espécies, em comparação com outros ecossistemas do Nordeste, e a baixa freqüência de encontros de humívoros e da subfamília Apicotermitinae podem estar relacionadas com as propriedades do solo das restingas. As espécies construtoras de ninhos conspícuos (todos arborícolas foram Armitermes holmgreni Snyder, 1926, Microcerotermes exiguus (Hagen, 1858, M. strunckii (Sörensen, 1884, Nasutitermes corniger (Motschulsky, 1855, N. ephratae (Holmgren, 1910, e N. macrocephalus (Silvestri, 1903. A fauna mostrou-se composta por espécies características de outras formações vegetais, principalmente Mata Atlântica e Cerrado, neste caso estando de acordo com o padrão geral de distribuição estabelecido pelas comunidades vegetais e pela fauna de vertebrados estudados em outras restingas brasileiras.The structure of termite communities was evaluated at two restinga forests (a characteristic type of vegetation occurring on nutrient-poor sandy soils along the Brazilian coastline, located in the municipalities of Mataraca and Cabedelo, State of Paraíba. A standardised sampling protocol was used in both sites. Twenty-five species were found, 19 of them at Mataraca and 15 at Cabedelo, with just 9 species in common to both sites. Species of Nasutitermitinae and wood-feeding groups were dominant at both study sites. The low species richness and frequency of humus-feeders species, and species of the subfamily Apicotermitinae as well, seem to be related to the restinga soil properties. The

  8. Pteridófitas de um remanescente de Floresta Atlântica em São Vicente Férrer, Pernambuco, Brasil: Pteridaceae Pteridophytes of a remainder of Atlantic Forest in São Vicente Férrer, Pernambuco, Brazil: Pteridaceae

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcio Roberto Pietrobom

    2002-10-01

    Full Text Available Foi realizado um levantamento florístico da pteridoflora da Mata do Estado, localizada no município de São Vicente Férrer, Zona da Mata Norte do Estado de Pernambuco. O estudo foi desenvolvido nesta área, devido a sua grande extensão, ca. 600ha, e também pela existência de uma grande diversidade de pteridófitas, resultado de um gradiente de umidade onde os fatores ambientais e físicos como os níveis de altitude, as precipitações pluviométricas, bem como a distribuição dessas precipitações têm importância fundamental para a vegetação da área. Foram empregados métodos tradicionais para o levantamento florístico, no período de um ano. Para a análise e identificação taxonômica dos exemplares coletados, foram utilizadas técnicas usuais e literaturas especializadas. São apresentadas ilustrações e distribuição geográfica das espécies, bem como, descrição da espécie nova referência e comentários da família, gêneros e espécies. O trabalho contribui para um maior conhecimento florístico e ecológico da pteridoflora de Reservas de Floresta Atlântica Serrana no Nordeste do Brasil. A família Pteridaceae está representada na área estudada por 20 espécies, distribuídas em sete gêneros (Pityrogramma Link, Adiantopsis Fée, Hemionitis L. e Acrostichum L. uma espécie cada; Doryopteris J. Sm. quatro espécies; Adiantum L. nove espécies e Pteris L. três espécies e uma variedade. Foi registrada uma nova referência para o estado de Pernambuco: Adiantum humile Kunze.A floristic survey of the pteridoflora at the Mata do Estado, located in the Municipality of São Vicente Férrer, Mata Norte (Atlantic Forest Zone in the state of Pernambuco, Brazil, was performed. The study was developed in this area, due to its great extension of ca. 600ha, and also because of a great of diversity pteridophytes , result of a humidity gradient where the environmental and physical factors such as the altitude levels and the

  9. Pensamento crítico e as populações do campo, da floresta, das águas e... das cidades

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Virgínia FONTES

    2014-06-01

    Full Text Available Perfilamo-nos integralmente à necessidade da afirmação, da permanente construção e da urgente socialização de uma ciência crítica e emancipadora, intuito tanto mais desafiante quanto mais se expande o capitalismo na atualidade. Esta expansão é o ponto de partida deste brevíssimo ensaio. Durante as últimas décadas, um termo se tornou corriqueiro: crise, muitas vezes adjetivado como “crise do capital”. É certo que extensas faixas populacionais vivem situações de crises as mais diversas: alimentar, de saúde, de habitação, de empregos, ambiental, etc.; é certo também que importante crise “econômica” abateu-se em 2008 sobre enormes grupos capitalistas. Porém, enquanto milhares perdiam suas casas nos Estados Unidos ou na Espanha, as grandes empresas desses países escaparam por jorros de recursos provenientes do aprofundamento de gigantescas dívidas públicas, recursos distribuídos a empresas e empresários “grandes demais para quebrar..

  10. Agaricales em áreas de Floresta Ombrófila Densa e plantações de Pinus no Estado de Santa Catarina, Brasil Agaricales in Atlantic rain forest and Pinus plantations in Santa Catarina State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Karstedt

    2008-12-01

    Full Text Available Os sistemas florestais de Santa Catarina são poucos estudados em relação à diversidade de Agaricales. O objetivo deste trabalho foi determinar e comparar a diversidade de Agaricales em dois sistemas florestais, no município de Joinville, SC. Parcelas de 20×20 m foram estabelecidas: três em Floresta Ombrófila Densa e três em plantações de Pinus. Basidiomas de fungos agaricóides foram coletados em janeiro, março, maio, julho, setembro e novembro/2004. Foram identificadas 40 espécies, 31 na Floresta e 10 nas plantações. A família mais representada foi Tricholomataceae, com 48% das espécies registradas na Floresta. As espécies com maior abundância relativa foram Camarophyllus buccinulus (41% na Floresta e Lactarius cf. fragilis (53% nas plantações. As mesmas espécies foram também as mais freqüentes, com 44% e 78% de freqüência de ocorrência, respectivamente. Considerando a riqueza de espécies e o índice de diversidade de Shannon, o estudo sugere que há maior diversidade de Agaricales na Floresta do que nas plantações de Pinus.Forest systems in Santa Catarina state are virtually unknown regarding Agaricales diversity. Our goal was to determine and compare the Agaricales diversity of two forest systems in Joinville municipality, SC. Plots of 20×20 m were established: three in the Atlantic rain forest and three in Pinus plantations. Basidiomata of Agaricales were collected in January, March, May, July, September and November/2004. Forty species were identified, 31 in the forest and 10 in the plantations. Tricholomataceae was the most important family, with 48% of the species found in the forest. The species with the highest relative abundance were Camarophyllus buccinulus (41% and Lactarius cf. fragilis (53% in the forest and in the plantations, respectively. These were also the most frequent species recovered in the forest and in the plantations, with frequency values of 44% and 78%, respectively. Considering species

  11. Dieta da paca (Cuniculus paca usando métodos indiretos numa área de cultura agrícola na Floresta Atlântica brasileira

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rodrigo Zucaratto

    2010-04-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2010v23n1p235 A paca (Cuniculus paca é um roedor que se alimenta de frutos de acordo com sua disponibilidade. Este estudo descreve o consumo de frutos por pacas numa área de cultivo sombreado de cacau na Floresta Atlântica do Espírito Santo. Foi realizada a procura de vestígios indiretos deixados por estes animais, como as marcas características dos incisivos, para reconhecer os frutos consumidos. Doze espécies foram consumidas pelas pacas, pertencentes a 10 famílias e 10 gêneros. Essa lista inclui seis espécies nativas e seis espécies exóticas. Alguns frutos foram consumidos inteiros, enquanto que outros tiveram seu exocarpo ou suas sementes descartadas. Os métodos indiretos mostraram-se adequados para caracterizar a dieta dessa espécie e podem complementar os métodos de pesquisa convencionais tais como visualização direta e análises de conteúdo estomacal ou fecal. A ocorrência das pacas na área de cultivo demonstra plasticidade quanto à sua dieta e a possibilidade de conservação de populações dessa espécie em áreas alteradas fora das unidades de conservação.

  12. Plantas medicinais de um remascente de Floresta Ombrófila Mista Altomontana, Urupema, Santa Catarina, Brasil Medicinal plants in a remnant of High Montane Araucaria Moist Forest, Urupema Municipality, Santa Catarina State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    D. Martins-Ramos

    2010-09-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi pesquisar dados químicos, biológicos e etnobotânicos na literatura científica de espécies medicinais de um remanescente de Floresta Ombrófila Mista Altomontana. A base para este estudo foi um levantamento florístico realizado na Fazenda das Nascentes, Urupema-SC entre agosto de 2007 e setembro de 2008. A partir da lista de espécies que resultou deste levantamento, foi realizada uma revisão bibliográfica sobre o potencial medicinal das espécies inventariadas. Para as espécies com dados de ação medicinal, foi elaborada chave de identificação vegetativa. Das 64 espécies listadas foram encontradas informações na bibliografia consultada sobre o potencial medicinal de 29. As principais familias foram Asteraceae (oito espécies e Myrtaceae (três espécies. O hábito que mais se destacou entre as plantas com potencial medicinal foi o arbóreo (13 espécies. O componente químico de maior ocorrência entre as espécies foi o óleo essencial (60% das espécies. As atividades terapêuticas mais citadas na literatura consultadas foram antimicrobiana, anti-oxidante, anti-inflamatória, antiviral, antifúngica e anestésica. Os resultados encontrados indicam o imenso potencial econômico da Floresta Ombrófila Mista e ambientes associados como fonte de recursos naturais que fazem parte da cultura e do patrimônio catarinense.The aim of this work was to search for chemical, biological and ethnobotanical data in the scientific literature on medicinal species from a remnant of High Montane Araucaria Moist Forest. This study was based on the floristics performed in "Fazenda das Nascentes", Urupema Municipality, Santa Catarina State, Brazil between August 2007 and September 2008. From the list of species obtained in this survey, a review on the medicinal potential of these recorded species was done. A vegetative identification key was elaborated for species with medicinal action Information about medicinal

  13. Emissões de queimadas em ecossistemas da América do Sul

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Saulo R. Freitas

    2005-04-01

    Full Text Available AS QUEIMADAS que ocorrem majoritariamente em áreas tropicais do planeta, são fontes importantes de poluentes para a atmosfera. Na América do Sul, durante os meses de inverno, uma área, principalmente de ecossistemas de cerrado e floresta, da ordem de 40 mil km² é queimada anualmente. Estas queimadas ocorrem primariamente nas regiões Amazônica e do Brasil Central, porém, através do transporte atmosférico de suas emissões resulta uma distribuição espacial de fumaça sobre uma extensa área, ao redor de 4-5 milhões de km², em muito superior a área onde estão concentradas as queimadas. Durante a combustão de biomassa são emitidos para a atmosfera gases poluentes e partículas de aerossol que interagem eficientemente com a radiação solar e afetam os processos de microfísica e dinâmica de formação de nuvens e a qualidade do ar. Os efeitos destas emissões excedem, portanto, a escala local e afetam regionalmente a composição e propriedades físicas e químicas da atmosfera na América do Sul e áreas oceânicas vizinhas, com potencial impacto em escala global.THE VEGETATION fires in tropical areas of the Earth are important sources of pollutants to the atmosphere. In South America, during the winter months, an area, mainly of cerrado and forest ecosystems, of approximately 40 thousand square kilometers is burned annually. The biomass burning occurs primarily in Amazon and Central of Brazil regions, but through atmospheric transport these emissions results in a spatial distribution of smoke over an extent area, of about 4-5 millions of square kilometers, much higher than the area where the fires are concentrated. During the combustion process are emitted to the atmosphere gases pollutants and aerosol particles that interact efficiently with radiation, microphysics process, dynamic of cloud formation and the air quality. The effects of these emissions exceed, therefore, the local scale and affect regionally the composition and

  14. Análise Multitemporal da Cobertura Florestal da Microbacia do Arroio Grande, Santa Maria, RS Multitemporal Analysis of Forest Cover in the Arroio Grande Small Hydrological Basin, Santa Maria, RS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joel Juliano Kleinpaul

    2011-03-01

    Full Text Available

    Este trabalho teve como objetivo realizar uma análise multitemporal da cobertura florestal da microbacia do Arroio Grande, Santa Maria, RS. Foram utilizadas quatro imagens de satélite: LANDSAT 5 (1987, LANDSAT 5 (1995, LANDSAT 7 (2002 e CBERS 2 (2005. As imagens foram classificadas empregando-se o algoritmo Bhattacharya. Após a classificação das imagens, foi realizado o cruzamento dos mapas temáticos. Como resultado, obteve-se mapas com os seguintes usos da terra: cobertura florestal, regeneração e desmatamento, ou seja, as florestas que permaneceram inalteradas de uma época para outra, as que regeneraram e as que foram desmatadas. Para um período de 18 anos, a cobertura florestal aumentou 10,24% na área da microbacia, passando de 14.135,42 ha (40,01% em 1987 para 17.752,20 ha (50,25% em 2005. Isto ocorreu devido à entrada em vigor do Código Florestal Estadual, à conscientização dosproprietários rurais e à implantação em maiorescala de povoamentos de espécies exóticas no estado. 
    This work aims to carry out a multitemporal analysis of the forest cover of Arroio Grande small hydrological basin located in Santa Maria, RS, Brazil. Four satellite images were used: LANDSAT 5 (1987, LANDSAT 5 (1995, LANDSAT 7 (2002 and CBERS 2 (2005. The images were classified according to the Bhattacharya algorithm. After the classification of such images, the crossing of the thematic maps was accomplished. Maps with different land uses were obtained: unaffected forest cover, regeneration and deforestation for the period 1987 – 2005. During 18 years, the forest cover increased 10,24% in the basin area, changing from 14.135,42 ha (40,01% in 1987 to 17.752,20 ha (50,25% in 2005. This happened because the State Forest Law has become effective as well as the rural owners’ consciousness and also due to increment of exotic forest plantations in the State. 

  15. Fenologia reprodutiva de Syagrus romanzoffiana (Cham. Glassman (Arecaceae em Floresta Atlântica no sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Romualdo Morelatto Begnini

    2013-08-01

    Full Text Available http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2013v26n4p53 Este estudo avaliou a fenologia reprodutiva de Syagrus romanzoffiana em área de vegetação secundária de Floresta Atlântica no Parque Municipal da Lagoa do Peri, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. As avaliações foram feitas a cada 30 dias, em 39 palmeiras reprodutivas, de junho de 2006 a julho de 2008. Dois eventos de floração foram registrados, um de novembro de 2006 a fevereiro de 2007 e outro de outubro de 2007 a março de 2008, com maior intensidade em dezembro de 2006 (média±dp (0,38±0,63 inflorescências/planta e janeiro de 2008 (0,59±0,55. A frutificação foi contínua, com frutos verdes presentes em todos os 26 meses e maior intensidade em março de 2008 (1,64±1,11 infrutescências/planta. Os frutos maduros estiveram presentes de forma descontínua, podendo ocorrer entre março e novembro, com as maiores intensidades em julho de 2006 (0,56±0,50 e em julho de 2008 (0,51±0,51. As médias mensais de inflorescências e de infrutescências maduras por planta apresentaram correlações significativas com o fotoperíodo, a precipitação e a temperatura dos meses correntes do período de estudo. Syagrus romanzoffiana apresentou variações na intensidade reprodutiva entre 2006 e 2008, com períodos de maior e de menor intensidade.

  16. Análise físico-química do óleo-resina e variabilidade genética de copaíba na Floresta Nacional do Tapajós

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ederly Santos Silva

    2012-11-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi caracterizar o óleo-resina da copaíba (Copaifera reticulata e estimar, por meio de marcadores microssatélites, a variabilidade genética da espécie na Floresta Nacional do Tapajós, PA. A amostragem foi realizada em duas áreas, distanciadas de 5 km, em 136 árvores. A diversidade genética foi avaliada com seis marcadores microssatélites derivados de C. langsdorffii, e o óleo obtido de 30 árvores (15 de cada área foi caracterizado em termos físicos e químicos. O óleo C. reticulata apresenta aspecto líquido, fino, odor fraco e de coloração amarelo-dourada (73,3% das plantas, com viscosidade muito variável (18 a 187 Pa-s e densidade média de 0,975±0,049 g cm-3. O índice de acidez variou de 9,62 a 10,17 mg g-1 de KOH e o de saponificação de 100,63 a 109,84 mg g-1. A análise molecular identificou 78 alelos, com média de 13 por loco. A heterozigosidade esperada variou 0,59 a 0,85 (média de 0,75, com nível de endogamia de 0,375 a 0,419. Houve pouca diferenciação genética entre as populações das diferentes áreas de coleta (F ST = 0,030, mas a variabilidade foi maior entre os grupos genéticos detectados pelo programa Structure (F ST = 0,070. Essa maior variabilidade indica que não há ameaças à conservação genética da copaíba, em médio prazo.

  17. Insect galls of restinga areas of Ilha da Marambaia, Rio de Janeiro, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alene Ramos Rodrigues

    2014-06-01

    Full Text Available Insect galls of restinga areas of Ilha da Marambaia, Rio de Janeiro, Brazil. This study carried out an insect gall inventory in restinga areas of Ilha da Marambaia, in the municipality of Mangaratiba, Rio de Janeiro, Brazil. Sampling was carried out monthly from April 2010 to March 2011 along the full extension of seven beaches. A total number of 147 gall morphotypes associated with 70 plant species were found, distributed in 33 plant families, and at least 54 genera. Myrtaceae was the botanical family with the highest richness of gall morphotypes and host species, followed by Bignoniaceae, Fabaceae, Asteraceae, Euphorbiaceae, Sapindaceae, and Malpighiaceae. Most of the gall morphotypes occurred in leaves (78 morphotypes, 38 in stems, 14 in flowers, eight in buds and fruits, and one in adventitious roots. The galling insects belong to the five orders: Diptera, Coleoptera, Hemiptera, Lepidoptera, and Thysanoptera. Cecidomyiidae (Diptera was the most common galling taxon (78 morphotypes, represented by 87 species, being 78 gallers, seven inquilines and two predators. In addition to the gallers, parasitoids, inquilines, and predators were also found.

  18. DECOMPOSIÇÃO DA SERAPILHEIRA FOLIAR DE FLORESTA NATIVA E PLANTIOS DE Pterogyne nitens E Eucalyptus urophylla NO SUDOESTE DA BAHIA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Heloísa Cintra Alves Pinto

    2016-01-01

    Full Text Available The decomposition process regulates the accumulation of litter and nutrient cycling in forest ecosystems, being central to its maintenance. The objective of this study was to evaluate the dynamics of leaf litter decomposition in three forest ecosystems (semideciduous forest Montana and homogeneous stands of Pterogyne nitens Tul. and Eucalyptus urophylla ST Blake, located in Vitória da Conquista, Bahia, Brazil. To evaluate the decomposition, newly fallen leaves on the ground of trees and shrubs in each of the studied toppings were collected. The sheets were dried at 65 °C, and thereafter, 10 g portions were weighed and placed in litter bags, which were randomly distributed on the surface of the forest floor in each of the areas studied. Five litter bags at random were collected after 30, 60, 90, 120, 150 and 180 days of installation. After collection, the material contained in each litter bag was subjected to drying in an oven at 65 °C and weighed. Based on the obtained masses were estimated the percentage of the remaining mass, the rate of decomposition ( k and half-life time of the litter ( t 1 /2 . For chemical characterization three subsamples were separated from the dried leaf litter, which were ground and analyzed by determination of the total nitrogen, carbon, polyphenols, lignin and cellulose. The decomposition was related to environmental variables (precipitation, temperature and humidity and the microenvironment (temperature and soil moisture.The total accumulated litter varied significantly between the settlements studied, the highest value was observed in the area of Eucalyptus urophylla (12,7 Mg ha -1 , followed by native forest (6,9 Mg ha -1 and Pterogyne nitens (1,1 Mg ha -1 . At the end of the six months of the experiment, Eucalyptus urophylla showed the greatest remaining mass (73,6%, followed by native forest (67,8% and Pterogyne nitens (46,3%. The decomposition constant ( k was higher in litter of Pterogyne nitens (0,0054 g

  19. Estrutura populacional de Pinus elliottii em áreas de regeneração florestal em Juiz de Fora, MG Population structure of Pinus elliottii in areas of forest regeneration in Juiz de Fora, MG, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Talita Aperibense Menon

    2012-12-01

    Full Text Available Plantas do gênero Pinus são conhecidas pelo potencial de invasão biológica. O Campus da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF foi arborizado na década de 1960 com o plantio massivo de Pinus elliottii, e hoje a espécie está alastrada. Neste estudo, realizado no Campus da UFJF, Juiz de Fora, MG foi analisada a estrutura populacional da espécie em dois ambientes de regeneração florestal: aberto (pastagem abandonada e fechado (floresta secundária. Partiu-se da premissa que o ambiente aberto apresentaria uma população mais estruturada, pela preferência da espécie por áreas abertas. A amostragem foi por parcelas aleatórias (15 parcelas de 5 m x 5 m em cada ambiente, onde foram medidos todos os indivíduos da espécie (árvores: DAP ≥ 5 cm; arvoretas: DAP 0,05 com as variáveis ambientais indicou que a competição por recursos com a vegetação nativa não é um problema aparente para a permanência da espécie. Plants of the genus Pinus are known worldwide by biological invasion potential. In the 1960s there were massive plantations of Pinus elliottii in the Campus of Juiz de Fora University, and nowadays the species is widespread. This study analyzed the species population structure in two distinct forest regeneration environments: open area (abandoned pasture and closed-canopy (secondary forest on the campus of UFJF, Juiz de Fora, MG, Brazil. The hypothesis were that the open environment would present a better structured population, due to the preference of species for open areas. Random plots were allocated (15 plots of 5 m x 5 m in each environment, and all individuals of the species (trees: dbh . 5 cm, saplings, dbh 0.05 with environmental variables showed that competition for resources within the local vegetation is not an apparent problem for the permanence of species.

  20. Decapod crustaceans used as food by the Yanomami Indians of the Balawa-ú village, State of Amazonas, Brazil Crustáceos decápodos usados na alimentação pelos índios Yanomami da aldeia de Balawa-ú, Estado do Amazonas, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Célio Magalhães

    2006-01-01

    Full Text Available The Yanomami are a group of South American Indians that live in the rainforest along the borderlands of Brazil and Venezuela. They depend on hunting, gardening and wild food for survival; crustaceans are a highly prized food item in their diet. Taxonomical and ethnozoological aspects of the Yanomami Indians of the Balawa-ú village, state of Amazonas, Brazil, related to the crustaceans are described. Information and specimens were obtained from August to December, 2003. Interviews were conducted with residents of the village and focused on questions about species exploited, indigenous names, modes of capture and use of the species. One shrimp species of the family Palaemonidae (Macrobrachium brasiliense and two crab species of Trichodactylidae (Sylviocarcinus pictus, Valdivia serrata as well as two of Pseudothelphusidae (Fredius fittkaui, F. platyacanthus were recorded. The indigenous names applied to these species are: shuhu, for shrimp, oko and peimatherimi for each of the two pseudothelphusid crabs, and hesiki tôtôrema for both trichodactylid crabs.Os Yanomami são um grupo de índios que habitam a floresta tropical úmida ao longo da fronteira entre Brasil e Venezuela. Eles dependem da caça, da agricultura e da coleta de produtos da floresta para a sua sobrevivência, sendo os crustáceos um dos itens alimentares mais apreciados. São descritos aspectos taxonômicos e etnozoológicos dos índios Yanomami da aldeia de Balawa-ú, no estado do Amazonas, Brasil, relacionados aos crustáceos. Informações e espécimes foram coletados de agosto a dezembro de 2003. Foram realizadas entrevistas com habitantes da aldeia com enfoque nas espécies exploradas, nomes indígenas, modos de captura e utilização. Foram registradas uma espécie de camarão da família Palaemonidae (Macrobrachium brasiliense, duas espécies de caranguejos da família Trichodactylidae (Sylviocarcinus pictus, Valdivia serrata e duas da família Pseudothelphusidae (Fredius

  1. Diversidade e ocorrência temporal da anurofauna (Amphibia, Anura em São José dos Pinhais, Paraná, Brasil Diversity and seasonal occurrence of anurans in São José dos Pinhais, Paraná, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos E. Conte

    2006-03-01

    Full Text Available A Floresta Atlântica é o bioma com a maior diversidade e taxa de endemismo de anfíbios anuros do mundo. Entretanto, informações sobre a história natural e os padrões de ocorrência das espécies são, em grande parte, ainda desconhecidas para esse bioma. No presente estudo, a diversidade e a ocorrência temporal de espécies de anuros foram determinadas em área de ecótono entre Floresta Ombrófila Densa e Floresta Ombrófila Mista no estado do Paraná, sul do Brasil. No levantamento, realizado entre janeiro de 2003 e maio de 2004, foram registradas 34 espécies de cinco famílias: Bufonidae (duas espécies, Hylidae (17 espécies, Leptodactylidae (13 espécies, Microhylidae (uma espécie e Ranidae (uma espécie. A riqueza registrada é uma das maiores do Paraná e oito, dos nove hábitats amostrados, apresentaram alta diversidade de espécies. Isso pode ser decorrente do fato da área estudada estar localizada em região de ecótono, o que favoreceu a ocorrência de espécies típicas de cada formação vegetal. Além disso, uma hipótese adicional é a do distúrbio intermediário, decorrente do desmatamento ocorrido até trinta anos atrás, que possibilitou a ocorrência de algumas espécies típicas de áreas abertas. Machos da maioria das espécies (48% vocalizaram no período chuvoso e quente do ano, mas a proporção de espécies anuais (25% foi grande, semelhante à encontrada em regiões com clima tropical úmido (30%. A similaridade na composição de espécies de nove localidades no Paraná foi associada à fisionomia vegetal das áreas amostradas.The Atlantic Forest is the biome with the largest biodiversity and endemism rate of anuran amphibians in the world. However, information on natural history and patterns of occurrence are still unknown for most of the species that occur in this biome. In this study the diversity and the seasonal occurrence of anuran amphibians were determined in an ecotone area between Atlantic Forest

  2. Espectro e distribuição vertical das estratégias de dispersão de diásporos do componente arbóreo em uma floresta estacional no sul do Brasil Spectrum and vertical distribution of diaspore dispersal modes in a seasonal forest in Southern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eduardo Luís Hettwer Giehl

    2007-03-01

    Full Text Available A dispersão de diásporos é um evento de elevada importância para as espécies vegetais, que dispõem de diversas estratégias para este fim. O presente estudo teve por objetivos conhecer e caracterizar o espectro das diferentes estratégias de dispersão do componente arbóreo em uma floresta estacional de Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil (próximo às coordenadas 53º54'W e 29º38'S e, a partir desses dados, investigar sua relação com os estratos verticais da floresta. Foram amostrados todos os indivíduos com perímetro à altura do peito > 15 cm, em 100 unidades amostrais de 10×10 m. A caracterização das estratégias de dispersão foi realizada por meio de observações a campo de frutos e potenciais dispersores, e consulta à bibliografia especializada. Foram amostradas 58 espécies pertencentes a 26 famílias botânicas. Dessas espécies, 74% apresentaram estratégia de dispersão zoocórica; 24%, estratégia de dispersão anemocórica e apenas Gymnanthes concolor Spreng. apresentou a estratégia autocórica. Analisando-se a proporção das estratégias de dispersão por meio da densidade relativa, verificou-se que 80% dos indivíduos são zoocóricos, 12% anemocóricos e 8% autocóricos. Para a floresta analisada foram encontradas diferenças significativas nos padrões de distribuição vertical das espécies agrupadas de acordo com a estratégia de dispersão. A zoocoria ocorreu em espécies de todos os estratos, enquanto a autocoria ficou limitada ao sub-bosque. Já a anemocoria foi mais importante entre as espécies com indivíduos emergentes.Diaspore dispersal is presumed to have great fitness for plants, which could be enhanced by different dispersal modes. Our aim was to generate a dispersal spectrum and to seek for analyze relative ecological importance of tree-species dispersal modes in a seasonal forest in Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brazil (approximately 53º54'W and 29º38'S and, with these data, to

  3. Solos da área indígena Yanomami no médio Rio Catrimani, Roraima Soils in the Yanomami indigenous area in the mid-Catrimani River - Roraima

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valdinar Ferreira Melo

    2010-04-01

    Full Text Available Em Roraima, a distribuição espacial das populações indígenas identifica um cenário de busca constante de solos capazes de sustentar uma agricultura itinerante. Este trabalho teve como objetivo estabelecer relação entre a compreensão dos solos por parte dos Yanomami da região do médio Catrimani e o Sistema Brasileiro de Classificação de Solos, bem como avaliar o seu tipo de uso em função de análises químicas para diagnóstico da fertilidade do solo. O trabalho foi executado em duas etapas. A primeira consistiu em visitas a oito malocas para estudar os solos. Foram coletadas amostras em trincheiras até 1,50 m de profundidade para análise e classificação dos solos e (em prospecções com o trado nas profundidades de 0-10 a 10-30 cm, em 21 tipos de uso agrícola, e da área de floresta para análises químicas de fertilidade. A segunda fase foi uma oficina, abordando os sistemas de exploração agrícola, com duração de 20 h. Focalizou-se a discussão sobre a compreensão do meio ambiente (Urihi(1 e sistemas de produção agrícolas e sobre a importância do uso correto do conhecimento dos solos. Os solos são denominados pelos Yanomami em função das características morfológicas, pelos teores de matéria orgânica e pela presença de minhocas, e da posição na paisagem - a escolha para agricultura é fundamentada nessas características. As práticas agrícolas consistem da derrubada da mata nativa, queima e plantio das culturas em separado. Os solos descritos na área foram: Argissolo Vermelho-Amarelo (Maxita a uuxi wakë axi, Argissolo Amarelo (Maxita a axi, Latossolo Amarelo (Maxita a axi e Plintossolo (Maxita a axi a maamaxipë. O processo de derruba e queima promove um incremento inicial do teor de Ca e K trocáveis e P assimilável devido à contribuição das cinzas, o que permite a exploração das áreas por um período máximo de três anos.In Roraima, the spatial distribution of indigenous peoples indicates a

  4. MANEJO DO CRESCIMENTO DIAMÉTRICO DE Araucaria angustifolia (Bert. O. Ktze. BASEADO NA ÁRVORE INDIVIDUAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leif Nutto

    2001-04-01

    Full Text Available Neste trabalho, foi analisado o potencial do crescimento diamétrico de Araucaria angustifolia (Bert. O. Ktze. em diferentes sítios, com o objetivo de obter informações para o manejo dessa espécie em florestas heterogêneas inequiâneas, visando à produção de madeira de alta qualidade em árvores pré-selecionadas. O material usado constitui-se de 400 árvores de florestas nativas e plantios, crescendo sob condições e tratamentos variáveis nos estados de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul. O método usado para investigar a relação entre a largura da copa e o dap foi baseado na projeção horizontal da copa da árvore individual. Usando 16 amostras de 25 árvores, foram estudados vários estágios de desenvolvimento. Para cada amostra, foi feito um mapa de distribuição das árvores e das projeções das copas para avaliar o efeito da competição. O estudo mostra que existe uma estreita relação entre a largura da copa e o dap, que pode ser usada para o desenvolvimento de novas ferramentas de decisão aplicáveis em árvores individuais para o manejo de araucária em florestas heterogêneas inequiâneas ou para a produção de madeira de alta qualidade com árvores pré-selecionadas. Também, mostrou-se uma estreita correlação entre o crescimento de diâmetro e a qualidade do sítio, pois a expansão máxima da copa depende da qualidade deste, indicando que ele deve ser considerado como fator limitante para o manejo do crescimento.

  5. Equações de volume para galhos de espécies em diferentes grupos de valor econômico em uma Floresta Ombrófila Mista / Selection of mathematical equations to estimate the volume of branches for diferent groups of economic value in an Araucaria Forest

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Geedre Adriano Borsoi

    2012-12-01

    Full Text Available ResumoO objetivo deste estudo foi testar equações matemáticas e estimar o volume de galhos para espécies de três grupos de valor econômico em uma área de Floresta Ombrófila Mista, situada na região nordeste do estado do Rio Grande do Sul. Foi realizada a cubagem rigorosa dos galhos de 287 árvores-amostra. Além dos galhos de cada árvore selecionada, o restante do fuste comercial (resíduo foi considerado na determinação do volume total de galhos. As árvores-amostra selecionadas foram separadas e classificadas em grupos de valor econômico. Dez modelos volumétricos foram testados, sendo que para a seleção do melhor modelo foram analisados o coeficiente de determinação ajustado, o coeficiente de variação; os desvios médios relativos, desvio absoluto relativo, o valor ponderado e a distribuição gráfica dos valores residuais. A divisão da floresta em grupos de valor comercial mostrou-se eficiente no ajuste de equações matemáticas. As equações selecionadas para estimar o volume de galhos foram: “1 de Meyer”, para o grupo de baixo valor; a “5 de Spurr”, para o grupo de médio valor, a “2 de Meyer – modificada”, para o grupo de alto valor comercial; e a “equação 3, de Naslund – modificada”, para a floresta.AbstractThe objective of this study was to test mathematical equations, and estimate the volume of branches for groups of three species of economic value in an area of Araucaria Forest, located in the northeast region of Rio Grande do Sul. Rigorous scaling of branches of 287 sample trees were performed. Besides considering the branches of each tree selected, the rest of the commercial tree trunks (residue were taken into account for the determination of the total amount of branches. The selected sample trees were separated and classified into groups of economic value. Ten volumetric models were tested. For selecting the best model, the analysis focused on the determination coefficient, the

  6. Processo saúde-doença: concepções do movimento estudantil da área da saúde Health-sickness process: student leaders' conceptions in the health area

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alessandra Martins dos Reis

    2010-06-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi analisar as concepções de saúde-doença de lideranças estudantis da área da saúde. A coleta de dados ocorreu por meio de entrevistas individuais com 15 estudantes engajados em executivas de curso da área da saúde e com dois membros da União Nacional dos Estudantes. A concepção de saúde-doença mais enfatizada entre as lideranças estudantis foi a multicausal, representada majoritariamente por fatores relacionados à esfera do consumo. Sobressaem também concepções centradas no indivíduo, na subjetividade e de caráter idealista. Poucos estudantes consideraram nas suas formulações, de maneira organizada, a categoria da reprodução social na determinação do processo saúde-doença. Pode-se concluir que, na área da saúde, os estudantes tendem a reproduzir os conceitos fundamentados na concepção funcionalista de saúde-doença, que toma como sujeito o indivíduo em "situação de risco" para o desenvolvimento de alguma patologia e propõe a responsabilização do indivíduo pela manutenção ou pelo aprimoramento das condições de saúde, e mesmo pelo enfrentamento da doença. A atuação como liderança no movimento estudantil parece não resultar na crítica aos fundamentos que majoritariamente amparam os currículos universitários na área da saúde.The goal of this paper was to analyze health-sickness conceptions of student leaders in the health area. Data were collected by means of individual interviews with 15 students who take part in regional committees for students' movements in the health area, and two members of the National Students Union. The most emphasized health-sickness conception among the student leaders was the multi-causal one, mostly represented by factors related to consumption. Also, perceptions centered on the individual, on subjectivity and idealistic conceptions stood out. Few students took into consideration, in an organized way, the category of social reproduction

  7. ESTUDO DA REGENERAÇÃO NATURAL, BANCO DE SEMENTES E CHUVA DE SEMENTES NA RESERVA GENÉTICA FLORESTAL DE CAÇADOR, SC

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Solon Jonas Longhi

    1996-12-01

    Full Text Available Este estudo foi realizado na Reserva Genética Florestal de Caçador, no Estado de Santa Catarina no período de agosto de 1995 a janeiro de 1996. Para o estudo da regeneração natural foram instaladas 10 parcelas de 250 m² (10m x 25m. No interior das mesmas foram coletados a camada de solo juntamente com a serapilheira em até 3cm de profundidade em 40 pontos amostrais de 0,5m x 0,5m para a análise do banco de sementes no solo, e instalados 20 coletores com área de 0,5 m x 0,5 m para a avaliação da chuva de sementes. Os resultados mostram que apesar da Araucaria angustifolia ser a espécie dominante no estrato superior da floresta não apresenta indivíduos na regeneração natural e a Mimosa scabrella foi a espécie arbórea mais importante presente no banco de sementes no solo. As relações entre os três parâmetros avaliados evidenciam uma distribuição irregular das espécies na área de estudo.

  8. Index of efficiency of macronutrients in tree species in a mixed araucaria forest/Paraná State/ Índice de eficiência de macronutrientes em espécies arbóreas – floresta ombrófila mista montana/Paraná

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciano Farinha Watzlawick

    2006-06-01

    Full Text Available The main objective of this research work was to study the Efficiency Index of Macronutrients in tree biomass in a Mixed Araucaria Forest through 20 primary sample plots of 12 m x 12 m. The efficiency indexes of macronutrients (EIMacronutrients varied between the tree species, and between the biomass up ground components (stem = wood stem + bark; leaves and total = stem + branch + leaves. The species that showed hight EIMacronutrients to the stem production were the same t