WorldWideScience

Sample records for abdominal em mulheres

  1. Excesso de peso e obesidade abdominal em mulheres atendidas em Unidade da Estratégia Saúde da Família

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Fernanda Cristóvão

    2011-12-01

    Full Text Available Investigou-se a prevalência de excesso de peso e obesidade abdominal e variáveis associadas em mulheres. Estudo transversal com 298 mulheres (20-59 anos, usuárias de uma unidade da Estratégia Saúde da Família, em São Paulo-SP. Considerou-se o excesso de peso: índice de massa corporal>25kg/m²; a obesidade abdominal: circunferência da cintura 0,80m ou razão cintura-quadril>0,85. Realizou-se análise de regressão logística. O excesso de peso afetou 56% das mulheres, sendo 37% sobrepeso e 19% obesidade, e associou-se com a idade, renda familiar, tabagismo e hipertensão. 59% tinham obesidade abdominal associada à idade e hipertensão. Observou-sea elevada prevalência de excesso de peso e obesidade abdominal em mulheres, reforçando a importância da avaliação de circunferência da cintura e/ou razão cintura-quadril no exame físico, além do índice de massa corporal, auxiliadores da predição de risco. Evidencia-se a necessidade de intervenções, junto à comunidade, que promovam a diminuição do excesso de peso e da obesidade abdominal.

  2. Associação entre circunferência abdominal e hipertensão arterial em mulheres: Estudo Pró-Saúde Association between abdominal circumference and hypertension among women: the Pró-Saúde Study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Helena Hasselmann

    2008-05-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi estimar a prevalência de hipertensão arterial segundo estratos de circunferência abdominal (CA e índice de massa corporal (IMC, em kg/m² em uma população de funcionárias públicas de universidade localizada no Rio de Janeiro, Brasil. Foram analisados dados seccionais de 1.743 mulheres não grávidas de 24 a 69 anos participantes, em 2001, do Estudo Pró-Saúde. Mulheres com baixo peso ou apresentando IMC > 35kg/m² foram excluídas. Mulheres que apresentavam pressão sangüínea sistólica > 140mmHg ou diastólica > 90mmHg ou faziam uso de medicação anti-hipertensiva foram consideradas hipertensas. A análise foi conduzida segundo dois estratos de CA (normal: 88cm e três de IMC (eutrofia: 18,5-24,9kg/m²; sobrepeso: 25,0-29,9kg/m²; e obesidade I: 30,0-34,9kg/m². Entre mulheres eutróficas, participantes com valores elevados de CA apresentaram o dobro da prevalência de hipertensão arterial do que aquelas com CA This study aimed to estimate the prevalence of hypertension according to levels of abdominal circumference (AC and body mass index (BMI, expressed as kg/m² among public employees at a university in Rio de Janeiro, Brazil. Cross-sectional data were obtained for 1,743 non-pregnant women aged 24-69 years participating in the Pró-Saúde Study. Underweight women and those with BMI > 35kg/m² were excluded. Hypertension was defined as systolic blood pressure >140mmHg or diastolic > 90mmHg or the use of anti-hypertensive drugs. Age-adjusted prevalence rates for hypertension were calculated considering two strata of AC (normal: 88cm and three levels of BMI (normal: 18.5-24.9kg/m²; overweight: 25.0-29.9kg/m²; and obesity I: 30.0-34.9kg/m². Among normal-weight women, participants with high AC showed a two-fold higher prevalence of hypertension as compared to those with AC < 88cm (18% vs. 8%, p < 0.05. Routine measurement of AC, in addition to BMI, could contribute to early identification of

  3. Fatores associados à obesidade global e à obesidade abdominal em mulheres na pós-menopausa Factors associated with body and abdominal obesity in post-menopausal women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Paula França

    2008-03-01

    Full Text Available OBJETIVOS: avaliar a prevalência de obesidade global e obesidade abdominal, em mulheres pós-menopausa, segundo o grau de instrução, nível de atividade física, uso de terapia hormonal na menopausa (THM e paridade. MÉTODOS: foram entrevistadas 157 mulheres na pós-menopausa, atendidas em dois ambulatórios públicos da cidade de São Paulo, São Paulo, Brasil. A obesidade foi determinada segundo o índice de massa corporal (IMC > 30,0 e segundo o percentual de gordura corporal (%GC > 37%. A obesidade abdominal foi determinada pela relação cintura-quadril (RCQ > 0,85. RESULTADOS: a prevalência de obesidade global foi 34,4% (segundo o IMC e de 40,1% (segundo o %GC. A prevalência de obesidade abdominal foi de 73,8%. Grande parte das entrevistadas referiu até sete anos de instrução formal (47,8%, foi considerada sedentária ou insuficientemente ativa (52,3% e nunca tinha utilizado THM oral ou tinha utilizado por menos de 12 meses (72,0%. Foi constatada maior prevalência de obesidade global no grupo de mulheres sedentárias ou insuficientemente ativas e no grupo de não usuárias de THM (pOBJECTIVES: to evaluate the body and abdominal obesity in post-menopausal women, according to educational level, level of physical activity, use of hormone therapy (HT, and parity. METHODS: 157 post-menopausal women, attending two public out-patients clinics in the city of São Paulo, State of São Paulo, Brazil, were interviewed. The prevalence of body obesity was calculated using the body mass index (BMI >30.0 and the body fat percentage (%BF > 37%. Abdominal obesity was calculated using the waist hip ratio (WHR >0.85. RESULTS: the prevalence of body obesity was 34.4% (using the BMI and 40.1% (using %BF. The prevalence of abdominal obesity was 73.8%. Most of the women had up to seven years of formal schooling (47.8%, were considered sedentary or insufficiently active (52.3%, and had never used oral HT or had been using it for less than 12 months (72

  4. Histerectomia vaginal versus histerectomia abdominal em mulheres sem prolapso genital, em maternidade-escola do Recife: ensaio clínico randomizado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Costa Aurélio Antônio Ribeiro

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: comparar os resultados intra e pós-operatórios em pacientes sem prolapso genital ou doenças anexiais, submetidas a histerectomia vaginal ou abdominal. MÉTODOS: realizou-se estudo do tipo ensaio clínico aberto, randomizado, em pacientes sem prolapso genital que se submeteram a histerectomia total, indicada por doenças benignas, no IMIP, em Recife, Pernambuco. Incluíram-se 35 pacientes, alocadas aleatoriamente em dois grupos, sendo 19 submetidas a histerectomia vaginal e 16 a histerectomia abdominal. Foram estudadas as seguintes variáveis: volume de perda sangüínea, necessidade de hemotransfusão, tempo operatório, dor pós-operatória (intensidade e uso de analgésicos, tempo de permanência hospitalar, complicações operatórias, tempo de retorno às atividades e grau de satisfação das pacientes. Para análise estatística, utilizaram-se os testes chi2 de associação, exato de Fisher e Mann-Whitney para comparação dos grupos, considerando-se significativo erro alfa menor que 5%. RESULTADOS: o volume de sangue perdido durante as histerectomias por via abdominal (mediana de 902 mL foi significativamente maior em relação à perda durante as histerectomias vaginais (mediana de 520 mL, e nenhuma paciente neste último grupo requereu hemotransfusão, contra 19% no primeiro grupo. A duração da cirurgia foi semelhante, com mediana de 120 minutos nos dois grupos. A intensidade da dor, verificada pelos escores da escala analógica visual, foi significativamente menor entre as pacientes submetidas a histerectomia vaginal, que também apresentaram menor freqüência de utilização de analgésicos. Não houve diferença na freqüência de complicações intra ou pós-operatórias entre os dois grupos, encontrando-se apenas um caso de infecção em cada grupo e um caso de trombose venosa profunda no grupo das histerectomias vaginais. O tempo de retorno às atividades das pacientes submetidas à histerectomia vaginal foi

  5. Influência da adiposidade global e da adiposidade abdominal nos níveis de proteína C-reativa em mulheres idosas Influence of overall and abdominal adiposity on C-reactive protein levels in elderly women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jeffer Eidi Sasaki

    2007-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Examinar como a adiposidade global e a adiposidade abdominal, expressas pela circunferência da cintura (CC, pelo índice de massa corporal (IMC e pelo somatório de dobras cutâneas (sigmaDC, influenciam os níveis de proteína C-reativa (PCR em mulheres idosas. MÉTODOS: A amostra foi composta por 387 mulheres idosas, com idade superior a 60 anos (média, 68,9; desvio padrão, 5,9 anos. Foram avaliados o IMC, a CC, o sigmaDC, e os níveis de PCR. Foi utilizada a análise estatística ANOVA one-way para verificar as diferenças nas variáveis entre as categorias investigadas. Para avaliar a influência das medidas de adiposidade nos níveis de PCR foi utilizada a regressão logística. O nível de significância adotado foi de p OBJECTIVE: To investigate how overall and abdominal adiposity, measured by waist circumference (WC, body mass index (BMI, and sum of skinfolds (sigmaSK, affect plasma C-reactive protein levels (CRP in elderly women. METHODS: Study sample consisted of 387 women older than 60 years (mean age 68.9; standard deviation 5.9 years. BMI, WC, sigmaSK, and CRP levels were all measured. One-way ANOVA was performed to detect differences in study variables among the CRP levels investigated. Logistic regression analysis was used to determine the influence of body fat measurements on CRP levels. The significance level was set at p < 0.05. RESULTS: The analysis of variance showed that mean WC was lower in women with normal CRP levels, as compared to those with high CRP levels. Logistic regression analysis examined the influence of BMI, WC, and sigmaSK quartiles on CRP levels, yielding the following results: only WC was predictive of elevated CRP levels, its highest quartile (cut-off point of 94.0 cm showing levels nearly two times higher than its lowest quartile (odds ratio = 2.23; 95% confidence interval = 1.92-4.18; p = 0.012. CONCLUSION: The results of this study indicate that abdominal adiposity is a strong predictor of

  6. Qualidade de vida em mulheres praticantes de Hatha Ioga

    OpenAIRE

    Coelho,Cristina Martins; Lessa,Thaíza Tavares; Carvalho,Rosa Maria de; Coelho,Lúcia Aparecida Martins Campos; Scari,Rafael da Silva; Fernandes, Neimar da Silva; Novo Júnior,José Marques

    2011-01-01

    O objetivo do presente estudo foi avaliar, em um grupo de mulheres saudáveis, os efeitos da prática regular de Ioga sobre a qualidade de vida. Tratou-se de um estudo transversal controlado, no qual participaram 25 mulheres saudáveis, com idades entre 20 e 59 anos, divididas nos grupos IOGA (praticantes há pelo menos seis meses) e CONTROLE (sedentárias), compostos respectivamente por 13 e 12 voluntárias. A qualidade de vida foi avaliada utilizando-se o questionário SF-36. Para análise estatíst...

  7. Relação do índice de massa corporal, da relação cintura-quadril e da circunferência abdominal com a mortalidade em mulheres idosas: seguimento de 5 anos Relationship between body mass index, waist circumference, and waist-to-hip ratio and mortality in elderly women: a 5-year follow-up study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcos A. S. Cabrera

    2005-06-01

    Full Text Available Este estudo analisa a associação entre a relação cintura-quadril (RCQ, a circunferência abdominal (CA e o índice de massa corporal (IMC com a mortalidade total e cardiovascular em 575 mulheres idosas ambulatoriais por um seguimento de cinco anos. Os maiores quartis de RCQ, CA e IMC, bem como as categorias pré-determinadas de IMC, foram analisados como variáveis preditivas e analisada a interferência de algumas variáveis confundidoras. Oitenta e oito mulheres morreram durante o seguimento (15,4%. As mulheres com baixo peso (IMC 0,97 estava associado com a maior mortalidade total, entretanto, na análise multivariada o aumento de RCQ apresentou uma associação independente com a mortalidade total, apenas entre as mulheres de 60 a 80 anos. Nenhuma medida antropométrica apresentou uma associação significativa com a mortalidade cardiovascular. Os resultados identificaram o baixo peso e a RCQ como preditores de mortalidade total em idosas, principalmente entre as mulheres com até 80 anos.This study examines the association between body mass index (BMI, waist-to-hip ratio (WHR, and waist circumference (WC and all-cause and cardiovascular mortality in elderly women in a 5-year longitudinal study of 575 female outpatients 60 years and over. The highest BMI, WHR, and WC quartiles and predefined BMI categories were analyzed as predictive variables. Death occurred in 88 (15.4%. Underweight (BMI 0.97 was associated with all-cause mortality. However, after adjustment for age, smoking, and previous cardiovascular diseases, the increase in WHR was positively associated only in women from 60 to 80 years of age. None of the anthropometric measurements was associated with cardiovascular mortality. The results indicate that underweight and increased waist-to-hip ratio were predictors of all-cause mortality in elderly women, mainly among those under 80 years.

  8. Obesidade abdominal e risco cardiovascular: desempenho de indicadores antropométricos em mulheres Obesidad abdominal y riesgo cardiovascular: desempeño de indicadores antropométricos en mujeres Abdominal obesity and cardiovascular risk: performance of anthropometric indexes in women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rogério Tosta de Almeida

    2009-05-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Os indicadores antropométricos de obesidade abdominal (OABD estimam a quantidade de tecido adiposo visceral, que, por sua vez, está associado a maior risco de desenvolvimento de doença cardiovascular. Nas últimas décadas, houve um aumento de OABD na população feminina brasileira, constituindo grande problema de saúde pública. OBJETIVO: Avaliar o desempenho de diferentes pontos de corte do índice de conicidade (índice C, da razão cintura-quadril (RCQ, da circunferência de cintura (CC e da razão cintura-estatura (RCEst para discriminar risco coronariano elevado (RCE em mulheres. MÉTODOS: Estudo transversal realizado em Feira de Santana, Bahia, com 270 funcionárias de uma universidade pública com idade entre 30 e 69 anos. A análise da sensibilidade e especificidade, feita por meio das curvas ROC, permitiu identificar e comparar os melhores pontos de corte para discriminar RCE, calculado com base no escore de risco de Framingham. RESULTADOS: Os pontos de corte encontrados foram: CC = 86 cm, RCQ = 0,87, índice C = 1,25 e RCEst = 0,55, sendo, respectivamente, as áreas sob a curva ROC de 0,70 (IC95% = 0,63-0,77, 0,74 (IC95% = 0,67-0,81, 0,76 (IC95% = 0,70-0,83 e 0,74 (IC95% = 0,67-0,81. Os indicadores antropométricos de OABD analisados apresentaram desempenhos satisfatórios e semelhantes para discriminar RCE. Entretanto, o índice C foi o indicador que apresentou o melhor poder discriminatório. CONCLUSÃO: Espera-se que esses resultados contribuam para melhor quantificar a OABD na população feminina brasileira, fornecendo informações para que os profissionais de saúde atuem na prevenção dessa condição clínica multifatorial, evitando o aparecimento das doenças cardiovasculares.FUNDAMENTO: Los indicadores antropométricos de obesidad abdominal (OABD estiman la cantidad de tejido adiposo visceral, que a su vez está asociado a un mayor riesgo de desarrollo de enfermedad cardiovascular. En las últimas d

  9. Funcionamento sexual e ciclo-de-vida em mulheres portuguesas

    OpenAIRE

    2006-01-01

    Dissertação de Mestrado em Psicopatologia e Psicologia Clínica O objectivo da presente investigação foi a avaliação do funcionamento sexual, da satisfação sexual, dos comportamentos sexuais, e da prevalência de dificuldades sexuais em mulheres portuguesas numa perspectiva de ciclo-de-vida. Optou-se por proceder à validação do índice de Funcionamento Sexual Feminino (FSFI; Rosen et al., 2000) e do índice de Satisfação Sexual (ISS; Hudson, Harrison & Crosscup, 1981). Recorreu-se a uma amostr...

  10. Mulheres em cargos profissionais de chefia: o paradoxo da igualdade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabia Alberton de Silva Galvane

    2015-12-01

    Full Text Available Resumo O artigo aqui apresentado foi construído a partir de informações obtidas em uma pesquisa realizada no ano de 2009, apresentada como Trabalho de Conclusão de Curso da Psicologia, ao Centro Universitário Barriga Verde - UNIBAVE (GALVANE, 2009. A pesquisa teve como objetivo geral verificar os sentidos produzidos por mulheres que ocupam cargos de chefia em indústrias de uma cidade do sul de Santa Catarina, Brasil. O modelo de pesquisa foi o qualitativo proposto por González Rey (2005. Os sujeitos da pesquisa foram sete mulheres e as informações obtidas por meio de entrevistas semiestruturadas. Neste artigo, propõe-se revisar informações obtidas e ampliar discussões outrora realizadas, utilizando-se das contribuições teóricas de Joan Scott e Judith Butler. Entre outras questões relevantes, o estudo sugere que as entrevistadas utilizam concepções baseadas em “certa essência feminina” como estratégia de visibilidade, permanência e poder no mercado de trabalho.

  11. Associação de aptidão cardiorrespiratória e circunferência abdominal com hipertensão em mulheres idosas brasileiras Asociación de aptitud cardiorrespiratoria y circunferencia abdominal con hipertensión en mujeres adultas mayores brasileñas Association of fitness and waist circumference with hypertension in Brazilian elderly women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maressa Priscila Krause

    2009-07-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: O efeito protetor da aptidão cardiorrespiratória tem sido reconhecido nos adultos. Entretanto, essa relação ainda não se mostra esclarecida nos idosos. OBJETIVO: Analisar a associação entre hipertensão e aptidão cardiorrespiratória (ACR em 1.064 mulheres idosas Brasileiras. MÉTODO: A obesidade central foi estimada pela circunferência abdominal (CA e a ACR pelo teste de caminhada de 6 minutos. Os testes de ANOVA one-way, Qui-quadrado e regressão logística foram usados para a análise estatística. RESULTADOS: A prevalência de hipertensão foi de 53,9%. O grupo obesidade central apresentou maior risco para hipertensão quando comparado ao grupo não-obesidade central, mesmo pertencendo ao mesmo nível de ACR. Além disso, ambos os grupos mostraram um aumento progressivo do risco para hipertensão do maior para o menor grupo de ACR, indicando uma relação inversa entre ACR e obesidade central. O grupo não-obesidade central obteve o menor odds ratio (OR de 1,49 (95%IC 0,97-2,28 e 1,54 (95%IC 0,94-2,51; enquanto que no grupo obesidade central, o OR foi 2,08 (95%IC 1,47-2,93, 2,79 (95%IC 1,79-4,33 e 3,09 (95%IC 1,86-5,12. CONCLUSÃO: Os resultados encontrados indicaram que a CC é um forte preditor de hipertensão, e que o efeito protetor da ACR pode ser estendido às mulheres idosas, mesmo àquelas com obesidade central.FUNDAMENTO: El efecto protector de la aptitud cardiorrespiratoria ha sido reconocido en los adultos. Sin embargo, esa relación todavía no está aclarada en las personas adultas mayores. OBJETIVO: Analizar la asociación entre hipertensión y aptitud cardiorrespiratoria (ACR en 1.064 mujeres adultas mayores brasileñas. MÉTODOS: La obesidad central se estimó por la circunferencia abdominal (CA y la ACR por el test de marcha de 6 minutos. Se emplearon las pruebas de ANOVA one-way, Chi-cuadrado y regresión logística para el análisis estadístico. RESULTADOS: La prevalencia de hipertensión fue de un 53

  12. Relacionamentos Afetivo-Familiares em Mulheres com Anorexia e Bulimia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carolina Leonidas

    Full Text Available RESUMOEste estudo teve por objetivo investigar a rede social de apoio de mulheres com anorexia e bulimia, com ênfase em suas relações afetivo-familiares. A amostra foi composta por 12 participantes atendidas em hospital universitário. Os instrumentos utilizados foram: roteiro de entrevista semiestruturada, Mapa de Rede e Genograma. Os resultados indicaram que as redes sociais das participantes têm configuração restrita, com proeminência de membros da família em sua composição. Os relacionamentos familiares oscilam, contudo, entre turbulência e distanciamento afetivo. As relações de afeto mantidas com pais, cônjuges e namorados são marcadas por divergências e insatisfações. A baixa densidade da rede de amizades e o empobrecimento da vida social resultam em isolamento e dificuldades de dar início e/ou manter relacionamentos afetivos duradouros.

  13. Episiotomia: em foco a visão das mulheres

    OpenAIRE

    Previatti,Jaqueline Fátima; Souza,Kleyde Ventura de

    2007-01-01

    Existem evidências científicas suficientes para a recomendação da abolição da episiotomia utilizada de forma liberal. Com objetivo de identificar a visão de um grupo de puérperas, em relação à episiotomia, realizou-se um estudo de abordagem qualitativa, com participação de 20 mulheres, no período pós-parto. Utilizou-se para coleta de dados um instrumento semi-estruturado, aplicado nos meses de abril a junho de 2004. Os resultados foram analisados com base na análise temática. Verificou-se o d...

  14. Obesidade abdominal e risco cardiovascular: desempenho de indicadores antropométricos em mulheres Obesidad abdominal y riesgo cardiovascular: desempeño de indicadores antropométricos en mujeres Abdominal obesity and cardiovascular risk: performance of anthropometric indexes in women

    OpenAIRE

    2009-01-01

    FUNDAMENTO: Os indicadores antropométricos de obesidade abdominal (OABD) estimam a quantidade de tecido adiposo visceral, que, por sua vez, está associado a maior risco de desenvolvimento de doença cardiovascular. Nas últimas décadas, houve um aumento de OABD na população feminina brasileira, constituindo grande problema de saúde pública. OBJETIVO: Avaliar o desempenho de diferentes pontos de corte do índice de conicidade (índice C), da razão cintura-quadril (RCQ), da circunferência de cintur...

  15. Obesidade abdominal, resistência à insulina e hipertensão: impacto sobre a massa e a função do ventrículo esquerdo em mulheres Abdominal obesity, insulin resistance and hypertension: impact on left ventricular mass and function in women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliana A. Silva

    2007-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a relação da obesidade central, hiperinsulinemia e hipertensão arterial (HA com a massa e a geometria do ventrículo esquerdo em mulheres. MÉTODOS: Foram avaliadas 70 mulheres (35 a 68 anos, divididas em quatro grupos de acordo com a presença de obesidade central e hipertensão arterial. Determinou-se a área de gordura visceral. A glicose e insulina plasmáticas foram determinadas antes e 2 h após uma sobrecarga oral de 75 g de glicose. Realizada avaliação cardiológica. RESULTADOS: Comparado ao grupo NT-OB, o grupo HT-OB apresentou insulinemia mais elevada no TOTG de 2 h (127,5 ± 73,0 vs 86,8 ± 42,7 µU/ml; p = 0,05 e menor relação onda E/A (0,8 ± 0,1 vs 1.2 ± 0,3; p OBJECTIVE: To evaluate the relationship between central obesity, hyperinsulinemia and arterial hypertension with left ventricular mass and geometry in women. METHODS: This study included 70 women (35-68 years, divided into four groups according to the presence of central obesity and hypertension. Visceral fat area was determined. Blood glucose and plasma insulin were determined before and two hours after an oral 75g glucose load and the patients were submitted to cardilogical evaluation. RESULTS: Compared to NT-OB, HT-OB presented higher levels of plasma insulin at 2h-OGTT (127.5 ± 73.0 vs 86.8 ± 42.7 µU/ml; p = 0.05, and reduced E wave/A wave ratio (E/A (0.8 ± 0.1 vs 1.2 ± 0.3; p < 0.05. Compared to NT-NO, HT-NO showed higher insulin levels before glucose load (7.46 ± 3.1 vs 4.32 ± 2.1 muU/ml; p < 0.05, higher HOMAr (1.59 ± 0.72 vs 0.93 ± 0.48 mmol.mU/l²; p = 0.006, higher leptin level (19.1 ± 9.6 vs 7.4 ± 3.5 ng/ml; p = 0.028, greater VF area (84.40 ± 55.7 vs 37.50 ± 23.0 cm²; p = 0.036, increased IVSTd (9.6 ± 1.2 vs 8.2 ± 1.7 mm; p <0.05 and (LVM/height (95.8 ± 22.3 vs 78.4 ± 15.5 g/m; p < 0.05. Multiple linear regression analysis showed age, BMI and fasting glucose as determinants on LVM/height (R² = 0.59; p < 0

  16. Composição corporal e atividade física em mulheres pós-menopáusicas

    OpenAIRE

    Oliveira, Ana Sofia de Paiva

    2017-01-01

    Dissertação de Mestrado em Ciências do Desporto, Especialização em Avaliação e Prescrição na Atividade Física As mulheres passam cerca de um terço da sua vida em pós-menopausa e, atendendo ao aumento da esperança de vida, é esperado que nas próximas décadas esse período tenha tendência a aumentar. A depleção estrogénica, articulada com o processo de envelhecimento, gera um aumento da massa gorda na mulher, particularmente da gordura intra-abdominal, e o abatimento da massa muscular e ó...

  17. Consumo alimentar e estado nutricional de mulheres em quimioterapia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isabela Borges Ferreira

    2016-07-01

    Full Text Available Resumo O objetivo deste estudo foi analisar o consumo alimentar e o estado nutricional de mulheres com câncer de mama (CM em quimioterapia (QT. A avaliação dietética quantitativa foi realizada de acordo com as Dietary Reference Intakes (DRI e a avaliação qualitativa pelo Índice de Qualidade da Dieta Revisado (IQD-R. Dentre o total de pacientes (n = 20, 60% (n = 12 apresentaram circunferência da cintura igual ou superior a 88 cm. Foi verificado 75% (n = 15 de indivíduos com excesso de peso. A média da ingestão de cálcio, cobre, ferro, fibra alimentar, magnésio, potássio, vitamina A, niacina, vitamina B6 e zinco encontrava-se abaixo da recomendação de ingestão adequada e o consumo de vitamina C, fósforo, manganês, sódio e tiamina encontrava-se acima. Quanto à análise do IQD-R, 80% (n = 16 das pacientes apresentaram uma “dieta que requer modificações”, enquanto que 20% (n = 4 apresentaram uma “dieta saudável”. Observou-se elevado excesso de peso, desequilíbrio na ingestão de micronutrientes e dieta que necessita melhorias. Dessa forma, a criação e a utilização de um protocolo de intervenção nutricional são de grande relevância para melhorar a dieta de pacientes com CM que realizam QT.

  18. Prevalência e fatores associados à obesidade abdominal em pacientes em hemodiálise em Goiânia - GO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Tereza Vaz de Souza Freitas

    2013-12-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A presença de excesso de peso, especialmente obesidade visceral, contribui para o maior risco de complicações metabólicas e cardiovasculares em pacientes com doença renal crônica. OBJETIVO: Determinar a prevalência e os fatores associados à obesidade abdominal em pacientes em hemodiálise (HD. MÉTODOS: Estudo transversal com 344 pacientes maiores de 18 anos. A obesidade abdominal foi definida pela circunferência da cintura > 94 cm nos homens e > 80 cm nas mulheres. As variáveis independentes envolveram aspectos socioeconômicos, demográficos, hábitos de vida, tempo em HD, consumo alimentar e índice de massa corporal (IMC. A análise dos fatores associados foi realizada por regressão de Poisson múltipla, permanecendo no modelo final as variáveis com p 25 kg/m². Nos homens, a classe econômica D/E também permaneceu associada à obesidade abdominal, p < 0,05. CONCLUSÃO: Observou-se alta prevalência de obesidade abdominal em pacientes em hemodiálise. Idade superior a 40 anos, classes econômicas mais baixas, ingestão proteica inferior ao recomendado e excesso de peso foram associados à obesidade abdominal.

  19. Distribuição de obesidade geral e abdominal em adultos de uma cidade no Sul do Brasil Distribution of general and abdominal obesity in adults in a city in southern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rogério da Silva Linhares

    2012-03-01

    Full Text Available O objetivo foi determinar a prevalência e a evolução da obesidade geral e abdominal em adultos com 20 anos ou mais em Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil. Estudo transversal de base populacional realizado em 2010. A obesidade geral foi definida pelo índice de massa corporal (IMC > 30kg/m² e a obesidade abdominal definida como > 88cm para mulheres e > 102cm para homens. Foram entrevistados 2.448 indivíduos. A prevalência de obesidade foi de 21,7% nos homens e 29,2% nas mulheres, já a obesidade abdominal foi de 19,5% e 37,5%, respectivamente. Na análise multivariada, menor escolaridade esteve associada ao aumento da obesidade geral e abdominal em mulheres. Renda familiar apresentou relação inversa com obesidade abdominal em homens. Comparativamente, mostraram aumento das prevalências de obesidade de 1,2 vez para as mulheres e 1,5 vez para os homens, com estudos em 1994 e 2000. Porém, para obesidade abdominal houve pequena redução entre as mulheres e se manteve semelhante para os homens. A prevalência de obesidade geral aumentou nos últimos 10 anos, enquanto que a obesidade abdominal mostrou estabilidade.The objective of this study was to determine the prevalence and trends in general and abdominal obesity in adults 20 years or older in Pelotas, Rio Grande do Sul State, Brazil, using a cross-sectional population-based design, in 2010. General obesity was defined as body mass index (BMI > 30kg/m² and abdominal obesity as waist circumference (WC > 88cm for women and > 102cm for men. Interviews were held with 2,448 eligible individuals. General obesity prevalence was 21.7% in men and 29.2% in women, while abdominal obesity was present in 19.5% of men and 37.5% of women. According to multivariate analysis, lower schooling was associated with increased BMI and WC in women. Family income was inversely related to abdominal obesity in men. Prevalence of general obesity had increased 1.2 times in women and 1.5 in men, when compared to

  20. Gênero, sexualidade, corpo e trabalho: etnografia em um clube das mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arent, Marion

    2007-01-01

    Full Text Available Esta etnografia investiga papéis de gênero em um Clube das Mulheres. Observações e entrevistas foram utilizadas na coleta de dados. Clube das Mulheres (CM é um show de strip-tease masculino para mulheres apresentado numa boate do Rio de Janeiro. Neste contexto, como sujeitos e objetos, tanto homens quanto mulheres desempenham posições conflitantes. Corpos masculinos são dispostos para o consumo feminino, representando uma inversão dos papéis de gênero tradicionais, porém a masculinidade é sustentada pela sua apresentação corporal e pelos scripts sexuais representados no palco. Depois do show as mulheres interagem com os outros homens que então podem freqüentar o local, desempenhando um papel muito mais tradicional. Importantes transgressões com relação às posições de gênero são realizadas, mas as normas de gênero tradicionais estão ainda preservadas, em grande parte pela idéia de que as mulheres dependem de estimulos especiais para desejar ou fazer coisas para as quais os homens estariam supostamente sempre prontos

  1. Planejamento familiar: significado para mulheres em idade reprodutiva Family planning: significance for women of reproductive age

    OpenAIRE

    Raimunda Magalhães da Silva; Kelly Nóbrega Cavalcante de Araújo; Lya Araújo Costa Bastos; Escolástica Rejane Ferreira Moura

    2011-01-01

    O estudo teve como objetivo compreender o significado do planejamento familiar dado por mulheres em idade reprodutiva, identificar suas percepções sobre a assistência recebida e a participação do parceiro nas decisões do uso do método anticoncepcional. Trata-se de um estudo descritivo, com abordagem qualitativa, desenvolvido com 24 mulheres que participavam do Programa de Planejamento Familiar (PF) em uma Unidade Básica de Saúde da Família de Fortaleza (Ceará), no período de agosto a outubro ...

  2. Representações de mulheres acerca da histerectomia em seu processo de viver

    OpenAIRE

    Nunes, Maria da Penha da Rosa Silveira

    2008-01-01

    Dissertação(mestrado) - Universidade Federal do Rio Grande, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Escola de Enfermagem, 2008. O presente estudo teve como objetivo compreender as representações sociais que as mulheres possuem acerca da histerectomia, antes e após o procedimento cirúrgico. Caracteriza-se por uma pesquisa qualitativa, descritiva, tendo como base teórico-metodológica a Teoria das Representações Sociais. Foram sujeitos deste estudo, treze mulheres em processo de histerect...

  3. EFICÁCIA DO MÉTODO PILATES PARA A POSTURA E FLEXIBILIDADE EM MULHERES COM CIFOSE

    OpenAIRE

    Silvana Junges; Pontifícia Uninersidade Católica do Rio Grande do Sul; Maria Gabriela Gottlieb; Pontifícia Uninersidade Católica do Rio Grande do Sul; Rafael Reimann Baptista; Pontifícia Uninersidade Católica do Rio Grande do Sul; Carlos Bologneses de Quadros; Pontifícia Uninersidade Católica do Rio Grande do Sul; Thais de Lima Resende; Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Irênio Gomes; Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

    2012-01-01

    O objetivo do estudo foi avaliar a eficácia do método Pilates para a postura e flexibilidade em mulheres com hipercifose. Foi conduzido um ensaio clínico randomizado com 41 mulheres com idade média de 59 ? 9 anos. Essas mulheres foram divididas aleatoriamente em dois grupos: 22 mulheres no grupo de intervenção e 19 no grupo controle. Os exercícios foram realizados duas vezes por semana (60 minutos cada aula) durante 30 semanas. O grau de cifose foi mensurado pelo ângulo de Cobb através de um...

  4. O corpo da mulher contemporânea em revista

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Christiane Moura Nascimento

    2012-08-01

    Full Text Available O corpo emergiu como "o mais belo objeto" na contemporaneidade, sob a regência do capitalismo. A sociedade de consumo, do espetáculo, do narcisismo são expressões da cultura contemporânea, que através da mídia influencia os hábitos de consumo e principalmente a subjetividade feminina. O corpo feminino é mostrado frequentemente na televisão e nas revistas femininas, como expressão do corpo-beleza. Para atingir os objetivos propostos neste artigo, que são investigar a influência da mídia na subjetividade feminina e investigar o lugar cultural criado à mulher e a seu corpo na contemporaneidade, foi utilizado o "método investigativo" da psicanálise. Uma revista feminina brasileira e uma propaganda (desta revista de um produto de uso exclusivo das mulheres foram escolhidas como objeto. Na análise, encontrou-se uma forte relação entre mercado consumidor, mulher, e consumo de si, o que demonstrou que o lugar criado à mulher é realmente a mídia, a publicidade e o mercado consumidor.

  5. Enxaqueca e Estresse em Mulheres no Contexto da Atenção Primária

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciana Leonetti Correia

    Full Text Available O presente estudo teve por objetivo verificar a associação entre enxaqueca e estresse em mulheres, assim como examinar o melhor modelo de predição da enxaqueca, considerando variáveis pessoais e do contexto ambiental. A enxaqueca foi identificada pelo Teste de Cefaleia em 75 mulheres sem antecedentes psiquiátricos. O estresse foi avaliado por meio do Inventário de Sintomas de Stress para adultos. Paralelamente, foram avaliados: eventos vitais, nível socioeconômico e características da amostra. Verificou-se que 55% das mulheres apresentaram enxaqueca e 59% sintomas de estresse. O modelo de predição identificou que o estresse foi o único preditor da enxaqueca em mulheres. Os achados mostram associação entre enxaqueca e estresse, a qual precisa ser levada em conta na assistência à saúde da mulher.

  6. Trauma abdominal em grávidas Abdominal trauma in pregnant women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gustavo Pereira Fraga

    2005-09-01

    Full Text Available OBJETIVOS: avaliar os fatores indicativos (parâmetros clínicos e índices de gravidade fisiológicos e anatômicos da evolução materna e fetal entre gestantes vítimas de trauma abdominal submetidas à laparotomia e discutir as particularidades do atendimento nesta situação. MÉTODOS: análise retrospectiva dos prontuários de 245 mulheres com trauma abdominal e tratamento operatório, atendidas entre 1990 e 2002. Foram identificadas 13 gestantes com lesão abdominal submetidas à laparotomia. Para registro e análise estatística dos dados foram utilizados o protocolo Epi-Info 6.04 e o teste exato de Fisher, com intervalo de confiança de 95%. Foram relacionados com a mortalidade fetal: escore na escala de coma de Glasgow, pressão arterial sistólica, índices de trauma (RTS, ATI, ISS e lesão uterina. RESULTADOS: a idade variou de 13 a 34 anos (média de 22,5. Seis mulheres (46,2% estavam no terceiro trimestre de gestação. O trauma penetrante correspondeu a 53,8% das lesões e em seis dessas pacientes o mecanismo de trauma foi ferimento por projétil de arma de fogo. Três pacientes tiveram lesões uterinas, associadas com óbito fetal. Não houve óbito materno e a mortalidade fetal foi de 30,7%. Não houve associação entre os índices de trauma e a mortalidade materna e fetal. A lesão uterina foi o único fator preditivo de risco para perda fetal (p=0,014. CONCLUSÕES: apesar da casuística pequena e de se tratar de estudo retrospectivo de gestantes com trauma grave, os achados deste estudo mostram que não há indicadores com boa acurácia para indicação da evolução materna e fetal.PURPOSE: to evaluate the predictors (clinical findings and physiological and anatomical scores of the maternal and fetal outcomes among pregnant women victims of abdominal trauma who were submitted to laparotomy and to discuss particularities of assessment in this situation. METHODS: retrospective analysis of the medical records of 245 women with

  7. BEM-ESTAR SUBJETIVO EM PARTICIPANTES DO PROGRAMA MULHERES MIL, NA CIDADE DE BARBACENA - MG

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabianne Furtado

    2012-09-01

    Full Text Available Introdução: as mulheres já são mais da metade da população brasileira. Entretanto, na hora da busca pelo emprego, o público feminino está em desvantagem. Muitas não tem qualificação e experiência profissional. O Programa Mulheres Mil foi implantado nos Institutos Federais (IFs com o objetivo de oferecer as bases de uma política social de inclusão, por meio do qual as mulheres em situação de vulnerabilidade social tem acesso à educação profissional, emprego e renda. Objetivo: avaliar o bem-estar subjetivo em participantes do Programa Mulheres Mil, na cidade de Barbacena-MG. Métodos: Após aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa, 41 mulheres de 5 bairros distintos da cidade de Barbacena foram selecionadas, de acordo com critérios de inclusão pré-determinados. No dia da matrícula, responderam, por meio de entrevista, ao Questionário de Saúde Geral e às escalas de Autoestima, de Ansiedade e Depressão, de Afetos Positivos e Negativos e de Satisfação com a Vida, todos cientificamente validados para uso no Brasil. Posteriormente, após 3 e 6 meses de participação no Programa, todas as mulheres foram reavaliadas. Resultados: nos 3º e 6º meses, as alunas apresentaram melhora nos itens que avaliaram a saúde geral. Apesar de estatisticamente não significante, clinicamente a satisfação com a vida progrediu favoravelmente durante a participação no Programa.

  8. Mulheres em cooperativas rurais virtuais: reflexões sobre gênero e subjetividade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giovana Ilka Jacinto Salvaro

    Full Text Available Este artigo busca apresentar uma reflexão sobre gênero e subjetividade, a partir da participação de mulheres em cooperativas rurais virtuais localizadas em municípios da região sul de Santa Catarina. Conforme define a literatura estudada, tal modelo de cooperativa se diferencia do modelo tradicional, pois, entre outros aspectos, não possui sede fixa, reúne um grupo de 20 a 30 agricultores e movimenta uma grande variedade de produtos em pequenas quantidades. Trata-se de uma análise ampliada com base em dados coletados em pesquisa desenvolvida no período de 2011-2012 (PIBIC-UNESC/CNPq. A pesquisa foi qualitativa e os dados foram obtidos por meio da entrevista semiestruturada. Foram entrevistadas dez mulheres, com idades entre 36 e 54 anos, participantes de três cooperativas. As entrevistas foram gravadas, transcritas e analisadas de acordo com procedimentos da análise de conteúdo. Os resultados e discussão apresentam o processo de formação das cooperativas, a participação e os produtos comercializados pelas cooperadas; além de discorrer sobre a participação de mulheres em cooperativas rurais virtuais, a visibilidade social e o reconhecimento do trabalho feminino. Em grande medida, foi possível verificar que a participação de mulheres em cooperativas possibilitou benefícios não apenas financeiros, pela comercialização da produção, mas também reconhecimento social e subjetivo.

  9. Fatores associados à violência por parceiro íntimo em mulheres brasileiras

    OpenAIRE

    d'Oliveira, Ana Flávia Pires Lucas; Schraiber,Lilia Blima; França-Junior,Ivan; Ludermir,Ana Bernarda; Portella,Ana Paula; Diniz,Carmen Simone; Couto,Márcia Thereza; Valença, Otávio

    2009-01-01

    OBJETIVO: Estimar a prevalência e os fatores associados à violência física e/ou sexual por parceiro íntimo em diferentes contextos socioculturais. MÉTODOS: Estudo transversal, participante do WHO Multi-country Study on Women's Health and Domestic Violence against women, com amostra representativa de mulheres no município de São Paulo e Zona da Mata de Pernambuco, região com normas mais tradicionais de gênero. Foram entrevistadas no domicílio 940 mulheres de São Paulo e 1.188 da Zona da Mata, ...

  10. Queimadura autoinfligida em mulheres: a violência de gênero inscrita no corpo

    OpenAIRE

    2011-01-01

    O objeto deste estudo consiste na violência autoinfligida em mulheres por queimadura. As lesões por queimadura são consideradas causas externas (acidentes e violências) e tem contribuído para o aumento geral dos índices de morbimortalidade acarretando perda de anos de vida produtiva. São resultantes de múltiplos fatores como condições socioeconômicas, violências e desigualdade de gênero. Esta pesquisa teve como objetivos: analisar o perfil sociodemográfico das mulheres que vivenciaram queimad...

  11. A vida enquanto figura e o envelhecimento enquanto fundo desejo, erotismo e sexualidade em mulheres maduras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mirela Berger

    2012-12-01

    Full Text Available O artigo é parte de minha pesquisa de pós-doutorado sobre sexualidade em mulheres idosas. O objetivo central é pensar o seguinte nó teórico: por um lado, a sexualidade tem sido alardeada como fundamental para um bom envelhecimento, por outro, torna-se um discurso normativo que associa “velhice saudável” com sexualidade, o que, além de criar a imagem de uma “idosa ideal” – aquela que tem vida sexual ativa – responsabiliza e culpabiliza as mulheres que não aderem a este modelo.

  12. Opinião das mulheres sobre as circunstâncias em que os hospitais deveriam fazer abortos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Osis Maria José Duarte

    1994-01-01

    Full Text Available Pouco se sabe a respeito da opinião que as mulheres brasileiras têm acerca do aborto provocado. Em um estudo realizado na região de Campinas, se quis conhecer, entre outras coisas, o que pensavam as mulheres sobre as circunstâncias em que os hospitais deveriam fazer abortos. Foram entrevistadas 1838 mulheres em idade fértil e que tinham engravidado pelo menos uma vez. Para saber se existiam algumas características das mulheres associadas à sua opinião, foi feita uma análise univariada, seguida por uma multivariada por regressão logística. As mulheres solteiras e as que haviam tido pelo menos um aborto provocado foram as que tiveram opinião mais favorável à realização de abortos pelos hospitais em todas as circunstâncias perguntadas. As circunstâncias de estupro, risco de vida para a mulher e malformação fetal foram as que tiveram maior acordo. A proporção de mulheres que se manifestaram favoráveis foi menor no caso de aborto por razões que trazem conseqüências à mulher mas não podem ser observadas direta e objetivamente por outras pessoas.

  13. Opinião das mulheres sobre as circunstâncias em que os hospitais deveriam fazer abortos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria José Duarte Osis

    1994-09-01

    Full Text Available Pouco se sabe a respeito da opinião que as mulheres brasileiras têm acerca do aborto provocado. Em um estudo realizado na região de Campinas, se quis conhecer, entre outras coisas, o que pensavam as mulheres sobre as circunstâncias em que os hospitais deveriam fazer abortos. Foram entrevistadas 1838 mulheres em idade fértil e que tinham engravidado pelo menos uma vez. Para saber se existiam algumas características das mulheres associadas à sua opinião, foi feita uma análise univariada, seguida por uma multivariada por regressão logística. As mulheres solteiras e as que haviam tido pelo menos um aborto provocado foram as que tiveram opinião mais favorável à realização de abortos pelos hospitais em todas as circunstâncias perguntadas. As circunstâncias de estupro, risco de vida para a mulher e malformação fetal foram as que tiveram maior acordo. A proporção de mulheres que se manifestaram favoráveis foi menor no caso de aborto por razões que trazem conseqüências à mulher mas não podem ser observadas direta e objetivamente por outras pessoas.

  14. Avaliacao da seguranca de diferentes doses de suplementos de acido folico em mulheres do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Quenia dos Santos

    2013-10-01

    Full Text Available OBJETIVO Avaliar a distribuição da ingestão de ácido fólico e a segurança de diferentes doses de suplementos em mulheres em idade reprodutiva. MÉTODOS Foram utilizados dados de consumo a partir de dois dias não consecutivos de registro alimentar de 6.837 mulheres em idade reprodutiva (19 a 40 anos participantes do Inquérito Nacional de Alimentação, módulo da Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008-2009. Médias e percentis de consumo habitual de folato natural e ácido fólico foram estimados utilizando o método do National Cancer Institute . Cinco cenários foram simulados somando-se diferentes doses diárias de fortificação (400 mcg, 500 mcg, 600 mcg, 700 mcg e 800 mcg ao ácido fólico oriundo dos alimentos consumidos pelas mulheres. Comparou-se o total de ácido fólico (dieta + suplemento com o nível máximo de ingestão tolerável (UL = 1.000 mcg para definir a dose segura de suplementação. RESULTADOS Mulheres com ingestão habitual de ácido fólico acima do nível máximo de ingestão tolerável foram observadas para doses de suplemento de 800 mcg (7,0% das mulheres. Abaixo desse valor, qualquer dose de suplementação mostrou-se segura. CONCLUSÕES O uso de suplementos de até 700 mcg de ácido fólico mostrou-se seguro.

  15. Idade pulmonar em mulheres com obesidade mórbida

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fabiana Sobral Peixoto-Souza

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar a influência da obesidade mórbida na idade pulmonar de mulheres e correlacionar com a massa corporal, índice de massa corporal (IMC e variáveis ventilatórias. MÉTODOS: Estudo longitudinal realizado com 72 obesas mórbidas e grupo controle constituído de mulheres eutróficas. As voluntárias realizaram um teste de função pulmonar para determinação da idade pulmonar e os resultados foram correlacionados com as variáveis antropométricas e volumes pulmonares. RESULTADOS: As obesas mórbidas apresentaram uma idade pulmonar significativamente superior (50,1 ± 6,8 anos às eutróficas (38,8 ± 11,4 anos. Não houve diferença entre a idade cronológica entre os grupos. Houve uma correlação significativa e positiva entre idade cronológica, massa corporal e IMC com a idade pulmonar (r = 0,3647, 0,4182, 0,3743, respectivamente. Houve uma correlação negativa entre a capacidade vital forçada (CVF, volume expiratório forçado no primeiro segundo (VEF1, razão (VEF1/CVF e volume de reserva expiratório (VRE com a idade pulmonar (r = -0.7565, -0.8769, -0.2723, -0.2417, respectivamente. CONCLUSÃO: A idade pulmonar das obesas mórbidas encontra-se aumentada e está associada com o aumento da massa corporal e IMC.

  16. Determinantes do aborto provocado entre mulheres admitidas em hospitais em localidade da região Nordeste do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fonseca Walter

    1996-01-01

    Full Text Available Com o objetivo de identificar os determinantes do aborto provocado entre mulheres admitidas por complicações decorrentes dos abortos, nos hospitais-maternidades públicos em Fortaleza, CE (Brasil foram entrevistadas 4.359 pacientes entre 1º de outubro de 1992 e 30 de setembro de 1993. Os dados foram coletados através de questionário estruturado. São apresentados os determinantes dos abortos provocados em 2.084 (48% mulheres classificadas como tendo induzido aborto. Dois terços (66% das mulheres relataram a indução do aborto com o uso isolado do Cytotec(R (misoprostol ou associado a outro meio abortivo. Os resultados indicam que, na população estudada, a indução do aborto é prática comum entre jovens, solteiras (ou que vivem sem um parceiro estável, de baixa paridade, com escolaridade incipiente e não-usuárias de métodos contraceptivos. Recomenda-se a realização de estudos que investiguem os conhecimentos relacionados a percepções, conceitos culturais do aborto, e às razões por que mulheres pobres fracassam na adoção de métodos de planejamento familiar.

  17. Indicadores clínicos em psicoterapia com mulheres vítimas de abuso sexual

    OpenAIRE

    Paulo Afrânio Sant’Anna; Ana Paula da Silva Baima

    2008-01-01

    O artigo trata das repercussões, a longo prazo, do abuso sexual e busca analisar queixas e sintomas apresentados em psicoterapia por mulheres adultas que foram vítimas de agressões sexuais durante a infância e a adolescência e sua relação com a literatura especializada. O trabalho verifica aspectos do atendimento psicoterápico, identificando o momento do relato do abuso, a condução do tratamento e os seus benefícios, com a utilização do método retrospectivo documental em uma amostra aleatória...

  18. A MULHER NEGRA E A CIDADANIA NEGADA EM JUBIABÁ DE JORGE AMADO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sandra Sacramento

    2015-01-01

    Full Text Available  Sandra SacramentoResumoObjetiva-se com o artigo identifi car a mulhernegra retratada em Jubiabá do baiano JorgeAmado e delinear uma origem marcada porsua etnia, somando-se a esta gênero e classe;ao mesmo tempo, identifi car na crítica pósfeministasinais de exaustão de uma série dediscursos redutores, calcados em uma lógica fundante ocidental, que embasam a instituiçãoda diferença reifi cada, uma vez que essaacabou por sobrepor as categorias de sujeitoa varão, equívoco cometido mesmo por feministas, como Simone de Beauvoir quandodefendeu a posição binária e vicária da mulher, centrada em um Outro, que lhe dava sentido.Palavras-chaveMulher negra; escravidão; exclusão; essencialismos;performances. Sandra Sacramento Doutora em Letras Vernáculas pela UFRJ, ProfessoraTitular de Teoria da Literatura na Universidade Estadual de SantaCruz, em Ilhéus (Bahia, coordenadora do Programa de Pós-graduaçãoem Letras: Linguagens e Representações.

  19. Integralidade do cuidado em enfermagem para a mulher que vivenciou o aborto inseguro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Simone Mendes Carvalho

    2014-03-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi discutir o cuidado de enfermagem para a mulher que realizou o aborto inseguro na perspectiva da integralidade do cuidado e da promoção da saúde reprodutiva. Métodos: Abordagem qualitativa mediada por entrevistas semiestruturadas realizadas com 16 mulheres jovens de 18 a 29 anos atendidas em serviço público de Saúde da Família. Resultados: Das 44 gravidezes destas jovens, a metade evoluiu para o aborto. Os resultados mostraram a dificuldade no acesso e utilização dos métodos contraceptivos e aos serviços de planejamento reprodutivo. Conclusão: O enfermeiro, como o profissional que atua na educação em saúde, tem como uma de suas responsabilidades a prevenção da prática do aborto, utilizando como instrumento a promoção da saúde reprodutiva e a integralidade do cuidado, incluindo nesse processo a inserção social e o acolhimento dessas mulheres.

  20. Esperança em mulheres portadoras da infecção pelo HIV

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marli Teresinha Gimeniz Galvão

    2012-02-01

    Full Text Available Objetivou-se avaliar a esperança na vida de mulheres infectadas pelo HIV mediante uso da Escala de Esperança de Herth (EEH. Participaram 111 mulheres portadoras de HIV atendidas em ambulatório de referência em Fortaleza-CE. De janeiro a maio de 2009, foram conduzidas entrevistas que captaram variáveis biopsicossociais e aplicou-se a EEH. Os dados analisados pelo programa SPSS-8.0 revelaram índice médio de esperança de 34,86, apontando que as mulheres possuem moderada esperança na vida diante da vigência do HIV, cujo item da escala com maior pontuação relacionou-se à fé (3,57. Isto provavelmente decorre do fato de a AIDS não ter cura, ser transmissível e produzir estigma, estando ainda relacionada à ideia de morte iminente. Conclui-se que a medida da esperança entre portadores de HIV, mediante o uso de um instrumento, possibilita avaliar e planejar intervenções, promovendo ajuda e motivação para viverem melhor e manterem a esperança na vida.

  1. As mulheres em sua família: Mesopotâmia, 2º milênio a.C.

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Brigitte Lion

    2005-12-01

    Full Text Available As fontes cuneiformes do 2º milênio a.C. fornecem uma abundante documentação sobre as mulheres mesopotâmicas. A partir dos códigos de leis e de numerosos arquivos privados, é possível reconstituir a vida das mulheres comuns em seu quadro familiar. Este artigo analisa a condição feminina através dos diferentes costumes matrimoniais, da situação econômica das mulheres, bem como de suas atividades no interior do lar.

  2. Estudo da associação entre hipertonia do complexo esfincteriano anal e dispareunia em mulheres adultas

    OpenAIRE

    2012-01-01

    Existem várias associações entre causas orgânicas e dispareunia, no entanto há poucos estudos que examinam sua relação com a hipertonia da musculatura do assoalho pélvico. Portanto, mulheres com hipertonia neste grupo muscular caracterizam uma amostra relevante para investigar a ocorrência de dispareunia. Objetivo: Estudar a possível associação entre hipertonia do complexo esfincteriano anal e dispareunia em mulheres adultas. Método: Participaram do estudo 57 mulheres, com idade de 18 a 51 an...

  3. Prevalência e comorbidade de dor e fadiga em mulheres com câncer de mama

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela de Araújo Lamino

    2011-04-01

    Full Text Available O estudo analisou a prevalência e a comorbidade de dor e fadiga em mulheres com câncer de mama. Trata-se de estudo transversal, com amostra, não probabilística de 182 mulheres em tratamento ambulatorial para câncer de mama, entrevistadas no período de julho 2006 a março de 2007. Fadiga, avaliada pela Escala de Fadiga de Piper, foi dividida em duas categorias (escore 0,1-4,9 e >5-10. Dor, avaliada pela escala de 0-10, foi categorizada do mesmo modo que fadiga. Fadiga ocorreu em 94 mulheres (51,6%, sendo >5 em 44 (46,8% delas. Dor ocorreu em 86 mulheres (47,2%, sendo >5 em 50 (58,1%. Fadiga e dor correlacionaram-se (r=0,38, p=0,003 e a comorbidade fadiga e dor foi de 38,3%. Dor intensa acentuou a fadiga (p=0,089 e fadiga intensa acentuou a dor (p=0,016. Tais dados são inéditos em nosso meio, confirmam a existência de um cluster de sintoma e dos prejuízos decorrentes dessa comorbidade.

  4. Prevalência de atividade física em mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa Terezinha Ferrari Jonck

    2014-12-01

    Full Text Available Objetivo: Investigar a prevalência de atividade física (AF em mulheres de Florianópolis- SC. Métodos: Estudo quantitativo e transversal, desenvolvido entre 2012 e 2013, realizado com 400 mulheres entre 20 e 59 anos da região urbana da cidade de Florianópolis. Utilizou-se um questionário autoaplicável contendo dados demográficos, peso e altura. Aplicou-se o questionário internacional de atividade física (IPAQ. Para a comparação das variáveis da atividade física, utilizou-se a ANOVA, e para comparação dos níveis (insuficientemente ativo, ativo e muito ativo de atividade física, o teste do Qui-quadrado. Adotou-se nível de significância de 5% (p<0,05. Resultados: Aproximadamente 58-76% das mulheres foram consideradas suficientemente ativas, sendo a atividade física de intensidade moderada a mais prevalente em todos os grupos etários, destacando-se a faixa etária de 46 a 59 anos (74 min/d. Do total, 58,7% (n=232 das mulheres moram com seus parceiros, 81,8% (n=327 possuem ensino superior, 74,5% (n=298 pertencem à classe econômica B, 46,8% (n=187 não possuem filhos e 74% (n=296 apresentam peso normal. No entanto, essas variáveis parecem não influenciar a prática de AF. Conclusão: Ressalta-se o elevado quantitativo de mulheres suficientemente ativas, sendo a atividade física de intensidade moderada mais prevalente em todos os grupos etários. Nesse sentido, elas atendem às recomendações para a prática de atividade física apontadas pelas agências de saúde.

  5. Conduta na lesão intraepitelial de alto grau em mulheres adultas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pauliana Sousa Oliveira

    2011-08-01

    Full Text Available O câncer cervical é a segunda causa mais comum de câncer entre as mulheres no mundo, apesar de apresentar grande potencial de prevenção e cura quando diagnosticado e tratado precocemente, o que pode reduzir a taxa de mortalidade entre as acometidas. Como não há consenso entre as medidas terapêuticas nas lesões intraepiteliais escamosas cervicais de alto grau (HSIL, buscamos discutir a conduta frente às mulheres adultas que apresentam HSIL e o seguimento após o procedimento adotado. Foi realizada pesquisa eletrônica no Medline (através do PubMed, National Guidelines Clearinghouse, Google Acadêmico e Lilacs. Os consensos identificados foram avaliados segundo sua validade e recomendações. Em relação ao acompanhamento após o tratamento, o Europeu acompanha por citologia de 6/6 meses; o Australiano, citologia e colposcopia de 6/6 meses; o Americano preconiza a realização da captura híbrida em seis a 12 meses ou citologia em seis meses. Já o Projeto Diretrizes do Brasil recomenda que reavaliações clínicas e colpocitológicas devam ser realizadas a cada três ou quatro meses nos primeiros dois anos de seguimento. Estudos comparando o método "Ver e Tratar" com os três passos (histologia, colposcopia, biópsia concluíram que este último é indicado em mulheres LSIL/ASCUS antes de se submeterem à exérese da zona de transformação (EZT, enquanto que o "Ver e Tratar" é indicado em mulheres com HSIL comprovada na citologia e sugestiva na colposcopia, pois apresenta como vantagens, o baixo custo e a resolução imediata. Todos os consensos são unânimes ao afirmar que frente à HSIL comprovada, retira-se a lesão por meio de ablação ou conização ou EZT.

  6. "Tem que ser uma escolha da mulher"!representações de maternidade em mulheres não-mães por opção

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Naiana Dapieve Patias

    2012-08-01

    Full Text Available A concepção de maternidade como um destino inevitável vem sendo questionada na contemporaneidade, a partir do crescente posicionamento de mulheres que optam por não viver essa experiência e não cumprir, dessa forma, uma das normas sociais mais fortemente ligadas à constituição da identidade feminina. O presente trabalho buscou compreender como se constituem as identidades femininas de mulheres de classe média, casadas, ou que coabitam com o companheiro, e que optaram por não ter filhos, residentes em cidade do interior do Rio Grande do Sul. Para tanto, realizou-se uma pesquisa qualitativa a partir de entrevistas semiestruturadas que foram avaliadas por meio da técnica de análise de conteúdo. Os resultados sugerem que as mulheres que optam por não viver a maternidade constituem suas identidades a partir da negação de representações culturais dominantes que afirmam a maternidade como destino natural de toda mulher, e o amor materno como sentimento inerente à existência feminina.

  7. A criança, a mulher e o mar: rituais de cura em Clarice Lispector

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vera Lúcia Albuquerque Moraes

    2010-08-01

    Full Text Available Ao ser considerada uma epifania, a narrativa de Clarice Lispector instaura a problemática da escrita enquanto um rito que se cumpre como forma de submissão ao processo. Sendo considerado um rito, esse discurso epifânico se repete a si mesmo, marcando os mesmos lugares, como a girar alguns símbolos mais recorrentes – criança, mulher, mar – em torno de um mesmo eixo, o que enfatiza a circularidade dessa escrita plena de crenças, sensações e afetos singulares, vertentes caracterizadoras do mundo interior da escritora Clarice Lispector.

  8. Imobilidades e fracturas. Mulheres, identidades e narrativas viajantes em Timor‑Leste

    OpenAIRE

    Teresa Cunha

    2013-01-01

    A partida de Timor‑Leste e a ausência mais ou menos prolongada, e em maior ou menor grau politicamente motivada, condicionou a reconfiguração da identidade de algumas mulheres timorenses. Esta identidade reconfigurada passou a incorporar tanto as memórias do tempo passado na “sua terra” como as experiências que a condição de afastamento lhes impôs e a ficção do futuro como uma escatologia própria da diáspora. Neste texto, e num primeiro momento, é meu interesse reflectir sobre a teorização...

  9. Depression in women infected with HIV Depressão em mulheres infectadas pelo HIV

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valéria Antakly de Mello

    2006-03-01

    Full Text Available OBJETIVE:The number of women with HIV infection has been on the rise in recent years, making studies of the psychiatric aspects of this condition very important. The aim of this study was to evaluate the prevalence of major depression in women with HIV infection. METHOD: A total of 120 women were studied, 60 symptomatic (with AIDS symptoms and 60 asymptomatic (without AIDS symptoms. Sociodemographic data were collected, and depressive disorders were identified. The instruments used to evaluate the depressive disorders were the SCID, DSM-IV, 17-item Hamilton depression scale, Hamilton depression scale for nonsomatic symptoms and the Beck depression scale. RESULTS: The prevalence of major depression was 25.8% and was higher in the symptomatic group than in the asymptomatic group (p = 0.002. CONCLUSIONS: The prevalence of major depressive episodes in women with HIV infection is high, and women with AIDS-related symptoms are more often depressed than are those who have never presented such symptoms.OBJETIVO: Devido ao aumento do número de mulheres infectadas pelo HIV, no Brasil e no mundo, torna-se necessária a realização de estudos que abordem os aspectos psiquiátricos dessa população. Esse estudo tem como objetivo avaliar a prevalência de depressão maior atual e outros transtornos depressivos em mulheres infectadas pelo HIV e comparar essa prevalência entre um grupo de pacientes sintomáticas e outro de assintomáticas. MÉTODO:Utilizou-se um desenho de estudo transversal que avaliou 120 mulheres portadoras do HIV divididas em dois grupos de 60 pacientes, de acordo com a presença, em algum momento da vida, de sintomas relacionados à AIDS (sintomáticas e assintomáticas. Foram avaliadas variáveis sociodemográficas e variáveis relacionadas aos transtornos depressivos. Foram utilizados na avaliação psiquiátrica dos transtornos depressivos o SCID-DSM-IV, escala de Hamilton-17, escala de Hamilton não somática e o inventário de

  10. Gravidez em mulheres adolescentes: a ótica de familiares

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fátima Raquel Rosado Morais

    2002-08-01

    Full Text Available Estudo descritivo, em que se objetivou conhecer a ótica de familiares acerca da situação da gravidez de uma adolescente do grupo. O estudo foi desenvolvido no município de Mossoró-RN, no Conjunto Liberdade II. Quatorze famílias participaram do estudo e a amostra de familiares de adolescentes grávidas ficou constituida por dezenove pessoas: treze mães, uma avó, duas sogras, um pai. um padrasto e um sogro. Entre os resultados do estudo, verificou-se que a preocupação com a imaturidade física e emocional das adolescentes grávidas e as questões de ordem econômica predominaram nos discursos de grande parte dos familiares; que a crise situacional intrafamiliar parecia resolver-se com o evolver da gestação e ter solução mais rápida quando a adolescente estabelecia uma união consensual com o parceiro afetivo-sexual; e que, mesmo vivendo uma crise, o comportamento de solidariedade dos familiares superou as reações emocionais negativas e os conflitos interpessoais iniciais.

  11. PORCIONAMENTO E CONSUMO DE SALADAS POR MULHERES COM DIETA GERAL EM UNIDADE DE INTERNAÇÃO HOSPITALAR

    OpenAIRE

    Patricia Viganó CONTRI; Japur,Camila Cremonezi; Martinez,Edson Zangiacomi; Marta Neves Campanelli Marçal VIEIRA

    2010-01-01

    Avaliar o porcionamento e o consumo de saladas em mulheres com prescrição de dieta geral em uma unidade de internação hospitalar. Durante 3 dias foi avaliado o consumo de saladas de 38, 36 e 40 mulheres, respectivamente. A quantidade consumida foi calculada pela diferença entre o total ofertado e os restos dos pratos das pacientes avaliadas. A variação do porcionamento foi caracterizada e comparada com a porção padrão da instituição (30g). No terceiro dia, foi aplica...

  12. O método Pilates® sobre a resistência muscular localizada em mulheres adultas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiane Bainchetti Ferreira

    2007-12-01

    Full Text Available Introdução: vários são os estudos que investigam a relação entre o sedentarismo como fator de risco para diversas patologias, bem como a relação de um estilo de vida ativo como fator de proteção a agravos a saúde. O Método Pilates® surge como forma de condicionamento físico interessado em proporcionar bem-estar geral ao indivíduo, e capaz de proporcionar força, flexibilidade, boa postura, controle motor, consciência e percepção corporal melhorada. Objetivo: analisar a influência do método Pilates® sobre a resistência de força na flexão de braço e em exercício abdominal em mulheres submetidas a uma intervenção de nove semanas. Metodologia: o estudo foi composto por 12 voluntárias do sexo feminino com idade entre 25 e 40 anos. Os testes realizados foram o de abdominal e flexão de braço. O grupo foi submetido a um pré e um pós-teste, havendo um período de nove semanas entre cada uma das avaliações. Entre os pré e pós-teste, o grupo foi submetido a três sessões semanais de treinamento de 50 minutos cada com o Método Pilates®. Resultados: foi verificada diferença significativa entre o pré e o pós-teste (p<0.05, demonstrando assim uma melhora no pós-teste em relação aos valores encontrados no pré-teste. Discussão: a prática do Método Pilates® tende a se apresentar como um importante aliado na promoção da saúde e indicando possibilidade de ganhos no que se refere à melhora no perfil dos padrões de resistência de força dos praticantes da atividade.

  13. Fatores de risco para o câncer de colo do útero em mulheres reclusas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Saiwori de Jesus Silva Bezerra dos Anjos

    2013-08-01

    Full Text Available Objetivou-se identificar os fatores de risco para o desenvolvimento do câncer de colo uterino em mulheres reclusas. Estudo descritivo, de corte transversal, realizado em um instituto penal feminino cearense. A seleção da amostra do estudo ocorreu de acordo com a disponibilidade de presidiárias no momento da coleta, totalizando 36 reclusas. Referente aos riscos para o câncer cervical, 16 mulheres (44,5% eram tabagistas, 24 (70,5% já fizeram uso do contraceptivo oral por um tempo médio de 46 meses, 24 (66,6% apresentaram coitarca com idade inferior a 15 anos; 26 (72,2% faziam uso de preservativo, porém 10 (38,4% o usavam raramente. Tais achados demonstram que a população encarcerada apresenta maior vulnerabilidade ao câncer de colo uterino, sendo necessária a promoção da saúde no ambiente, visto que tal momento se configura como uma oportunidade singular.

  14. Correlação e reprodutibilidade de testes abdominais em mulheres jovens

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maira Cristina Wolf Schoenell

    2013-09-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi relacionar os escores dos testes abdominais de um minuto, de dois minutos com banco, de uma repetição máxima (1RM, de repetições máximas com 70% de 1RM e teste de contração isométrica voluntária máxima (CIVM e verificar a reprodutibilidades dos mesmos em mulheres jovens. A amostra foi composta de 15 mulheres (26,22 ± 4,67 anos fisicamente ativas. Os testes foram realizados em dias alternados e randomizados, com intervalos mínimos de 48 horas. Após um intervalo de 7 a 10 dias, os testes foram reaplicados. Os resultados sugeriram que os testes abdominais apresentam boa capacidade de reprodutibilidade. Além disso, os testes de um minuto e de dois minutos apresentaram boa relação com o teste de força máxima (1RM, sendo que os testes de CIVM e de repetições máximas a 70% de 1RM não apresentaram correlação com os demais.

  15. Valor prognóstico da ecocardiografia sob estresse com dipiridamol em mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Celita de Almeida

    2011-01-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A ecocardiografia sob estresse é uma importante ferramenta diagnóstica e prognóstica na cardiopatia isquêmica. OBJETIVO: Avaliar a importância da ecocardiografia sob estresse com dipiridamol (EEDI na investigação de isquemia miocárdica em mulheres e sua capacidade de predizer eventos combinados (morte cardiovascular, infarto agudo do miocárdio [IAM], angina instável, procedimentos de revascularização miocárdica [cirúrgica ou percutânea] em um seguimento médio de 16 meses. MÉTODOS: EStudo prospectivo, com utilização do protocolo de dipiridamol na dose de 0,84 mg em 10 minutos, associado à atropina (0,25 mg/min até 1,0 mg. RESULTADOS: Foram avaliadas 147 mulheres. A EEDI foi positiva em 14 pacientes (9,5%, negativa em 128 (87,1% e inconclusiva em 5 (3,4%. Eventos ocorreram em 8 pacientes, 7 tinham EEDI positiva. Os outros 138 não tiveram eventos. Desses, 128 tinham EEDI negativa. A sensibilidade, a especificidade, a acurácia, os valores preditivos positivo e negativo do teste frente aos eventos foram respectivamente: 83%, 95%, 94%, 42% e 99%. A sobrevida livre de eventos para pacientes com EEDI negativa foi de 99,2%, comparada com 58% para EEDI positiva (p < 0,001. A análise univariada identificou o resultado do EEDI, o eletrocardiograma (ECG basal, a fração de ejeção do VE, a dislipidemia, o índice de movimentação parietal do VE de repouso e pico, antecedentes de IAM, de revascularização miocárdica, como fatores prognósticos associados aos desfechos. Os resultados da EEDI e do ECG basal permaneceram com associação significativa com os desfechos na análise multivariada (p < 0,001. CONCLUSÃO: O ECG basal e o EEDI positivo foram variáveis independentes para a ocorrência de desfechos. O EEDI apresentou excelente valor preditivo negativo, confirmando sua utilidade na avaliação prognóstica em tais pacientes.

  16. Uma “mulher metodista pregadora” em 1775: capaz de mobilizar uma cidade inteira, mas – esquecida

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Helmut Renders

    2011-12-01

    Full Text Available Uma “mulher metodista pregadora” em 1775: capaz de mobilizar uma cidade inteira, mas – esquecida A “woman Methodist preacher” in 1775: capable of mobilizing an entire city, but – forgottenUna “predicadora metodista” en 1775: capaz de movilizar a toda una ciudad, pero – olvidada

  17. Problemas ginecológicos mais freqüentes em mulheres soropositivas para o HIV

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Melo Victor Hugo de

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: apresentar os achados ginecológicos mais freqüentes de uma coorte de 300 mulheres infectadas pelo HIV, acompanhadas ambulatorialmente. MÉTODOS: estudo prospectivo e descritivo de mulheres HIV-soropositivas atendidas em clínica ginecológica, no período de novembro de 1996 a dezembro de 2002. As pacientes foram submetidas ao protocolo de atendimento ginecológico que incluiu anamnese, exame ginecológico, colpocitologia oncótica (Papanicolaou, pesquisa de HPV (PCR e colposcopia. A biópsia cervical, quando necessária, foi realizada. Os dados foram armazenados e analisados no Epi-Info, versão 6.0. RESULTADOS: a idade média foi 34,5 anos. Destaca-se o pequeno número de parceiros sexuais, média de três parceiros, e a predominância do contágio heterossexual: 271 (90,6% pacientes adquiriram o vírus por meio do contato sexual com seus parceiros. Foi alta a prevalência de neoplasias intra-epiteliais cervicais (NIC, representando 21,7% do total da amostra. Dentre as 109 pacientes submetidas a PCR encontraram-se 89 (81,7% com algum genótipo do HPV. Esfregaço inflamatório à citologia esteve presente em 69% das pacientes. CONCLUSÕES: a infecção pelo HIV se associa com freqüência a NIC e a processos infecciosos genitais, em especial o HPV.

  18. Coesão e adaptabilidade conjugal em homens e mulheres hetero e homossexuais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Clarisse Pereira Mosmann

    2010-08-01

    Full Text Available A diversidade nas configurações conjugais é um fenômeno em expansão que vem dando visibilidade a arranjos tais como os casais de gays e lésbicas. Esse panorama traz diversos questionamentos quanto à forma como esses casais lidam com suas relações amorosas, especificamente em comparação aos casais heterossexuais. A fim de entender melhor esses aspectos, comparamos um grupo de heterossexuais (149 homens e 149 mulheres com outro de homossexuais (77 homens gays e 34 mulheres lésbicas, sendo que todos estavam num relacionamento amoroso, a partir do instrumento FACES III, que mede as dimensões de coesão e adaptabilidade conjugal. Comparamos os grupos como um todo, em relação ao sexo – homens heterossexuais com homens gays, mulheres heterossexuais com mulheres lésbicas – assim como os homens gays com as mulheres lésbicas. As médias de coesão e adaptabilidade dos homossexuais foram significativamente maiores quando comparadas às dos heterossexuais, mas não houve diferença significativa quanto à comparação entre gays e lésbicas. Os dados possivelmente apontam para as diferenças entre as configurações conjugais. Fatores como filhos e a instituição do casamento podem contribuir para diminuir os níveis de qualidade conjugal, assim como, por outro lado, a maior flexibilidade dos papéis de gênero e o afeto como fundação da relação conjugal também podem estar associados aos maiores níveis de coesão e adaptabilidade dos casais do mesmo sexo. Abstract The diversity of marital relations is an expansion phenomenon that has been making visible different configurations such as gays and lesbian couples. This scenery opens several questions in relation to the way these couples deal with their relationships and what are the differences and similarities between them and heterosexual couples. In order to better understand these aspects, we compared a heterosexual group (149 men and 149 women with a homosexual group (77 gays

  19. AS NÊSPERAS DE TIA LEONOR: REPRESENTAÇÕES DO SUJEITO FEMININO EM MULHERES DE OLHOS GRANDES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tatiane de Lima Ribeiro

    2014-12-01

    Full Text Available A obra <em>Mulheres de olhos grandesem> (2001, da autora mexicana Ángeles Mastretta, apresenta, ao todo, trinta e sete contos, todos sem título. A autora, nascida em Puebla, no ano de 1949, traz à tona as histórias das “tias”, que, por serem personagens ficcionais, tornam-se representações de sujeitos femininos, de mulheres que vivem conflitos regionais, ganhando dimensão universal. Assim, a proposta deste trabalho é analisar o primeiro conto da obra <em>Mulheres de olhos grandesem>, a fim de verificar as representações do sujeito feminino, por meio de aportes teóricos da crítica feminista, em especial Perrot (2001, Rocha-Coutinho (1994 e Schmidt (2000. Para a realização deste estudo, foi implementado um referencial teórico que subsidie a análise do corpus escolhido. Nas histórias contadas por um narrador onisciente, as personagens centrais são mulheres que, cada uma ao seu modo, subvertem o destino imposto a elas pela sociedade de cunho patriarcal de uma pequena cidade mexicana, Puebla. Essas mulheres, “as tias”, têm desejos, sonhos e coragem suficiente para revolucionar suas vidas e encorajar a mudança na vida de outras conterrâneas. Suas histórias se entrelaçam, seus sofrimentos e conquistas são compartilhados; Puebla, a cidadezinha interiorana de vida pacata e tradicional, não é mais a mesma depois da atitude de enfrentamento dessas mulheres. No conto, cuja personagem principal é Tia Leonor, que “tinha o umbigo mais perfeito do mundo”, encontramos representações de mulheres de três diferentes gerações da mesma família: a avó, que reprime os desejos da neta, a mãe – Tia Luisita –, que não tem autonomia sobre a própria vida, e a racional e sensual Tia Leonor, que retoma o passado com o simbolismo das nêsperas.

  20. Validade concorrente do peso e estatura auto-referidos no diagnóstico do estado nutricional em mulheres idosas

    OpenAIRE

    Virtuoso-Júnior, Jair Sindra; Oliveira-Guerra, Ricardo

    2012-01-01

    Objetivo Analisar a validade concorrente de medidas auto-referidas de peso e estatura para o diagnóstico do estado nutricional em mulheres idosas de baixa renda. Métodos A amostra foi composta de 181 mulheres, com média de idade de 70±7,2 anos, pertencente a grupos de atividades para idosos na comunidade no município de Jequié, Bahia. As medidas referidas de peso e estatura corporal foram coletadas através de entrevista individual que antecederam as aferições. Na análise dos dados foram utili...

  1. Validade concorrente do peso e estatura auto-referidos no diagnóstico do estado nutricional em mulheres idosas

    OpenAIRE

    2012-01-01

    Objetivo Analisar a validade concorrente de medidas auto-referidas de peso e estatura para o diagnóstico do estado nutricional em mulheres idosas de baixa renda. Métodos A amostra foi composta de 181 mulheres, com média de idade de 70±7,2 anos, pertencente a grupos de atividades para idosos na comunidade no município de Jequié, Bahia. As medidas referidas de peso e estatura corporal foram coletadas através de entrevista individual que antecederam as aferições. Na análise dos dados foram utili...

  2. Efeitos da psicoterapia e da ioga nos indicadores de depressão e ansiedade em mulheres idosas

    OpenAIRE

    Juliene Azevedo Oliveira

    2005-01-01

    O propósito deste estudo foi verificar os efeitos da psicoterapia e da ioga na depressão e ansiedade de mulheres idosas. A amostra foi composta por 32 mulheres com idade média de 65 anos, subdividida em três grupos distintos grupo I (GI - Ioga, n= 15), grupo II (GII - Psicoterapia, n= 14), grupo III (GIII Psicoterapia e Ioga, n= 13). A prática de Ioga foi realizada três vezes por semana e psicoterapia uma vez por semana, durante 24 semanas. Os indicadores de depressão foram avaliados atravé...

  3. ALTERAÇÕES CITOLÓGICAS ASSOCIADAS A INFECÇÃO PELO PAPILOMAVIRUS HUMANO EM MULHERES ATENDIDAS EM UM HOSPITAL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Emilly de Oliveira Silva

    2016-01-01

    Full Text Available O Papilomavírus Humano (HPV é atualmente a principal causa de virose sexualmente transmissível, sendo sua principal consequência o câncer de colo de útero. Neste contexto, este estudo teve como objetivo avaliar as alterações citológicas em mulheres atendidas em um hospital. Tratou-se de uma pesquisa do tipo quantitativa, de caráter documental, composta por 198 mulheres que apresentaram lesão devido à infecção pelo HPV e atendidas no Hospital Alpheu de Quadros. Os dados foram coletados por meio de registros arquivados no computador do hospital. Das mulheres infectadas pelo HPV, 66,7% tinham entre 20 e 39 anos e das que relataram sua iniciação sexual 61,6% tinham entre 16 e 20 anos. A maioria dessas mulheres foi diagnosticada com lesão intraepitelial de alto grau (HSIL seja na citologia ou na biópsia. O resultado pós Cirurgia de Alta Frequência apresentou-se positivo, pois houve diminuição de HSIL das mulheres. Ações de saúde pública podem prevenir a incidência e mortalidade pelo câncer de colo de útero quase que totalmente, desde que o planejamento destas ações esteja em concordância com o conhecimento científico atual.

  4. Representação social da mulher e interdiscurso em editoriais da revista Tpm

    OpenAIRE

    Alice Vasques de Camargo

    2016-01-01

    Esta pesquisa tem o objetivo de analisar a representação social da mulher construída discursivamente em editoriais da revista feminina paulista Tpm com foco na verificação das relações interdiscursivas estabelecidas pela voz autoral e na definição do perfil de leitora ideal do periódico por meio dos recursos de contração e expansão dialógica. O propósito da análise é identificar de que maneira a revista Tpm contribui ou não, enquanto veículo de comunicação, para uma mudança no cenário social ...

  5. Aborto induzido em mulheres de baixa renda: dimensão de um problema

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ignez Ramos Martins

    1991-06-01

    Full Text Available Este artigo enfoca a prática de aborto, principalmente aborto induzido entre mulheres de baixa renda. A análise é baseada em dados de pesquisa coletados entre 1984 e 1985 em sete favelas localizadas na área metropolitana do Rio de Janeiro, Brasil (¹. Apesar da legislação severa existente, a prática do abono induzido é muito freqüente. Entre as mulheres casadas, 21,4 por cento declararam terem praticado aborto induzido. Embora grande parte dos abortos terem sido feitos por médicos, a qualidade dos cuidados nestes procedimentos é questionável, devido ao fato de que, sendo ilegal, na maioria dos casos não há possibilidade de supervisão por parte das autoridades de saúde. A incidência de complicações pós-aborto é muito alta, principalmente nos casos em que é praticado por curiosas ou pela própria mulher. Mais de 60 por cento das mulheres não faziam uso de métodos contraceptivos ao engravidar. Cerca de 21 por cento declararam que estavam usando pílula anticoncepcional. Claro está que uma taxa de falha tão elevada é inaceitável e deve-se ao seu uso incorreto. Tudo isto revela a necessidade urgente de um melhor acesso ao planejamento familiar, oferecido pelos serviços de saúde dentro da concepção de atenção integral. São discutidas, também, as conseqüências das leis restritivas em matéria de abono no Brasil, restrições que, na prática, provam ser ineficazes para prevenir a prática do aborto induzido, mas podem ser muito efetivas para ampliar ainda mais as desigualdades sociais já existentes.This paper examines the practice of abortion, especially induced abortion among low income women. The discussion is based on survey data collected between 1984 and 1985 in seven slum communities (favelas situated in the metropolitan area of Rio de Janeiro, Brazil. Despite restrictive law, induced abortion is extremely frequent. Among married women 21.4 per cent reported experience of induced abortion. Most abortions

  6. Intenções reprodutivas de mulheres que vivenciam regime de alta fecundidade em um grande centro urbano

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vânia Muniz Néquer Soares

    2013-09-01

    Full Text Available Neste estudo quantitativo e de base populacional objetivou-se identificar as intenções reprodutivas de mulheres com cinco ou mais filhos, residentes em Curitiba, Paraná. Foram entrevistadas 441 mulheres em seus domicílios entre os anos de 2006 a 2008. Calcularam-se frequências, e o teste t de Student e o coeficiente de Spearman para algumas variáveis. Para análise das perguntas abertas utilizou-se a análise de conteúdo e se elaboraram tabelas com as categorias e as respectivas frequências. O estudo revelou que para 51% das mulheres o número ideal de filhos seria dois; 10% tiveram o número de filhos que desejavam. Em 113 casos (40,4% o marido preferia ter um número maior de filhos do que as mulheres. Identificaram-se dificuldades na definição e na conquista da fecundidade desejada, falhas na assistência à saúde reprodutiva e desigualdades sociais e de gênero. O monitoramento pelos gestores de saúde dos diferenciais de fecundidade é necessário para o alcance da justiça social e a garantia dos direitos humanos, sexuais e reprodutivos, no Brasil.

  7. Mulheres encarceradas em São Paulo: saúde mental e religiosidade

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Augusto Costivelli de Moraes

    2006-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: A religião tem um importante papel na vida de indivíduos encarcerados. A saúde mental e a possibilidade de reabilitação parecem ser favorecidas através da religião. Entretanto poucos estudos no Brasil abordaram a saúde mental em população carcerária feminina e a relacionaram com a religiosidade. O objetivo deste estudo é verificar o perfil de saúde mental e a relação entre religião, religiosidade e saúde mental numa amostra de mulheres encarceradas em São Paulo. MÉTODOS: Foram entrevistadas 358 mulheres, detentas da Penitenciária Feminina da Capital (São Paulo-SP. Foi aplicado um questionário amplo que abrangeu dados sociodemográficos e culturais (incluindo a religiosidade, assim como itens sobre saúde mental e perfil criminal. A avaliação psicopatológica foi feita com o General Health Questionnaire (GHQ-12. Análises estatísticas comparando as variáveis com o GHQ-12 foram realizadas. Foi utilizada também a análise de regressão logística multivariada para respostas dicotômicas para as variáveis que possivelmente interagiram com a saúde mental. RESULTADOS: A idade média da amostra foi 30,7 anos ± 8,5. A prevalência de possível caso psiquiátrico foi 26,6%. CONCLUSÕES: Uma maior religiosidade pessoal associou-se a menor freqüência de possível transtorno mental. Não foram encontradas associações entre tipo de crime e saúde mental.

  8. As mulheres da família: mundos partilhados, mundos em conflito

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nayara Nascimento Rêgo

    2002-01-01

    Full Text Available O presente trabalho, de cunho etnográfico, toma como foco de análise o cotidiano de uma família multigeracional, sob a perspectiva de mulheres de três gerações diferentes, que habitam o mesmo teto: avó, mãe e neta. As narrativas sobre eventos cotidianos, principalmente os relacionamentos familiares, colhidas no período de dez anos, revelam aspectos da estrutura complexa da comunicação na família em um mundo partilhado, capaz de produzir sentido, mas também de gerar conflitos. A partir de entrevistas semi - estruturadas com a avó, a mãe e a filha adolescente, foram identificadas condições de risco (violência e abuso de álcool no âmbito das relações interpessoais. Pode-se inferir que os papéis não são claramente delimitados, o que se expressa no ciclo de transferência de responsabilidades e no exercício da autoridade. A atmosfera é tensa, a violência, já incorporada ao cotidiano, apresenta-se como ponto culminante dos conflitos, enraizada nos relacionamentos, distorcendo as percepções e dificultando a comunicação. Observam-se estratégias através das quais as mulheres continuam se afirmando como eixo em torno do qual a família estrutura seu cotidiano e seus projetos de vida.

  9. Imagem corporal em mulheres submetidas à cirurgia bariátrica: Interações socioculturais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcela Rodrigues de Castro

    2013-10-01

    Full Text Available Apontada como epidemia global a obesidade vem sendo tratada através da cirurgia bariátrica, método invasivo, porém, considerado o mais eficiente. Objetivou-se investigar aspectos socioculturais e seu impacto sobre a imagem corporal de mulheres submetidas à cirurgia bariátrica nos períodos pré e pós-cirúrgico. Foram entrevistadas 20 mulheres submetidas à gastroplastia há pelo menos um ano no Serviço de Controle de Hipertensão Diabetes e Obesidade (SCHDO. Os dados foram analisados sob a perspectiva qualitativa e submetidos à Análise de Conteúdo. A interação entre o contexto sociocultural e imagem corporal configurou-se nas categorias: discriminação, percepção do olhar do outro antes e após cirurgia, e percepção do próprio corpo antes e após cirurgia. Constatou-se que a imagem corporal foi elaborada a partir do meio em que viveu o grupo pesquisado. O meio externo propiciou ao sujeito sentimentos de inadequação corporal, tristeza, exclusão social e inferioridade, resultando em autoconceito negativo. Tais sentimentos foram amenizados após a cirurgia bariátrica proporcionando ao grupo autoconceito positivo decorrente de uma maior inserção social.

  10. As mulheres e os receios vivenciados em suas trajetórias obstétricas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria das Dores do Vale Oba

    1996-12-01

    Full Text Available A assistência ao parto constitui ainda hoje um ponto crítico do atendimento obstétrico, acarretando conseqüências negativas para mulher e criança. O presente estudo procurou buscar a percepção das usuárias numa Unidade Básica de Saúde de Ribeirão Preto, sobre assistência ao parto, através da abordagem qualitativa. Foram entrevistadas 21 gestantes de 14 a 34 anos, em julho de 1995. As manifestações dos receios em decorrência do parto apresentaram-se nas diferentes formas de medo: da morte; do sofrimento do parto; de acontecer algo com o bebê; de não ser bem atendida; do tipo de parto; do hospital, de ser atendida por outro médico com o qual não realizou o pré-natal; de não ter convênio médico; de não saber em qual hospital terá o filho.

  11. A PREVALÊNCIA DE INCONTINÊNCIA URINÁRIA EM MULHERES NA PÓS-MENOPAUSA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana de Oliveira Souza

    2015-08-01

    Full Text Available Este trabalho teve como objetivo verificar a prevalência de incontinência urinária em mulheres no período pós-menopausa e traçar o perfil epidemiológico dessa população. Foram entrevistadas quarenta mulheres com idade entre 50 e 82 anos, com um período mínimo de um ano de amenorreia. A coleta de dados foi realizada utilizando um questionário elaborado pelos próprios autores, que buscavam informações referentes a fatores de risco para a incontinência urinária e suas características clínicas. Dentre as mulheres entrevistadas, 20 apresentavam incontinência urinária, sendo que 70% das mulheres incontinentes eram caucasianas e 80% apresentavam alterações no Índice de Massa Corporal e não faziam uso de Terapia de Reposição Hormonal. Quanto ao histórico gineco-obstétrico, a maioria vivenciou 5 ou mais partos normais e foi submetida à histerectomia. Muitas mulheres entrevistadas relataram perda de urina em mais de uma situação da vida diária. Quando questionadas sobre o tratamento, 80% delas referiram nunca ter procurado ajuda médica e nenhuma delas fazia tratamento para a doença. Sendo assim, na assistência à saúde da mulher, mostra-se necessária a identificação do problema e de seus fatores de risco, assim como estratégias de intervenções para prevenção, diagnóstico e tratamento relacionados à perda urinária feminina.

  12. Consulta de enfermagem à mulher hipertensa: uma tecnologia para educação em saúde

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Zélia Maria de Sousa Araújo Santos

    2003-12-01

    Full Text Available O trabalho objetivou a aplicação da consulta de enfermagem baseada na Teoria do Autocuidado de Orem, e a identificação da satisfação desta mulher com o engajamento no autocuidado. A consulta foi aplicada mensalmente durante seis meses em 50 mulheres. Em cada consulta foi avaliado o déficit de autocuidado e as habilidades da mulher para o desenvolvimento das atividades do autocuidado. Comprovou-se que a maioria das mulheres superou o déficit de autocuidado, adquiriu habilidades técnicas e cognitivas para o exercício das atividades de autocuidado, engajando-se no perfil desejável para a melhoria da qualidade de vida. Estas mudanças foram intensificadas a cada consulta. Constatou-se que a nova tecnologia aplicada traz influências altamente positivas para a cliente e assegura a qualidade do serviço de enfermagem.

  13. Dor e comportamento de mulheres durante o trabalho de parto e parto em diferentes posições

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Evenise Nilsen

    2011-06-01

    Full Text Available Avaliou-se a intensidade da sensação dolorosa e o comportamento, durante o trabalho de parto e parto, entre mulheres que tiveram parto normal, sem analgesia, nas posições semi-sentada, decúbito lateral esquerdo e litotomia. O estudo foi descritivo, transversal e correlacional. Foram usados um questionário validado que avalia dor e comportamento durante o trabalho de parto e parto, segundo a perspectiva da mulher, e duas escalas de dor: uma analógica e outra alfanumérica. Observou-se que a dor entre as mulheres que pariram em litotomia foi significativamente menor em comparação com decúbito lateral esquerdo (p=0,003, embora a posição tenha sido escolhida pela mulher. Houve associação entre dor e comportamento. A dor no trabalho de parto e parto estavam associadas entre si, assim como o comportamento nesses dois momentos. Os resultados indicam uma associação entre posição no parto e sensação dolorosa, mas não foi possível identificar fatores explicativos, sendo necessário desenvolver estudos longitudinais.

  14. Violência doméstica e institucional em serviços de saúde: experiências de mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Normélia Maria Freire Diniz

    2004-06-01

    Full Text Available Desenvolvido nas capitais Recife, Salvador e Aracaju, em três maternidades públicas, este estudo quantitativo objetivou identificar as manifestações da violência doméstica e institucional na mulher assistida em sub-programas do Programa de Assistência Integral à Saúde da Mulher. Para coleta dos dados, foi utilizado um formulário semi-estruturado. A amostra caracterizou-se por mulheres jovens, domésticas, dependentes economicamente dos companheiros. A maioria das mulheres vivencia a violência conjugal, sendo a dependência financeira o motivo mais mencionado para suportá-la. A falta de vagas caracterizou a violência institucional por omissão. A pesquisa demonstrou que a vivência destas violências traz problemas de saúde para as mulheres, ou os agrava.

  15. Estresse ocupacional em mulheres policiais Occupational stress among female police officers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Cecília de Souza Minayo

    2013-03-01

    Full Text Available Aborda-se o estresse ocupacional em mulheres policiais militares do Rio de Janeiro. Parte-se de uma abordagem qualitativa (entrevistas, grupos focais e observação das percepções dessas mulheres sobre diferenças de gênero no trabalho policial, relação entre estresse ocupacional e problemas de saúde e estratégias para amenizar o estresse. Participaram 42 mulheres: oficiais e praças, profissionais operacionais e de saúde. Os resultados revelam que as policiais relacionam o cotidiano do trabalho ao estresse, citam diversos sintomas e mostram como o relacionamento familiar é afetado. Seu estresse tem origem basicamente na questão organizacional e gerencial do trabalho. Discriminação de gênero e assédio são percebidos como importantes fatores estressantes. O sofrimento psíquico aparece mais fortemente entre as oficiais com cargos de chefia; e as atividades operacionais são percebidas como mais estressantes pelo risco que oferecem. O exercício físico é a estratégia considerada mais eficaz para prevenir as consequências do estresse. Conclui-se que, embora as mulheres estejam presentes na PM há muitos anos, a organização e o gerenciamento praticamente continuam sob a ótica masculina e são necessários investimentos em ações preventivas do estresse sob a perspectiva de gênero.The scope of this study is occupational stress among female police officers in Rio de Janeiro. A qualitative approach was initially used (interviews, focal groups and observations to establish their perceptions regarding gender differences in the performance of police work, the relationship between occupational stress and health issues and the strategies used to mitigate this type of stress. A total of 42 participants including female officers and staff and operational and health professionals were involved. The participants link stress to their daily work, cite a number of symptoms and show how family relationships are affected. Stress originates

  16. HEADACHE IN CHAGASIC WOMEN Cefaléia em mulheres chagásicas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vitorino Modesto dos SANTOS

    1999-03-01

    Full Text Available The aim of this study was to compare the frequency of headache between Chagasic and Non-chagasic women. The cross-sectional study comprised 647 female ³40 years old, Chagasic (n = 362 and Controls (n = 285 at a Brazilian University Hospital. Chagasic were classified as Cardiac (n = 179, Megas (n = 58 or Indeterminate (n = 125 clinical forms. Headache was ascertained according to Headache International Society diagnostic criteria. The age (57.0 ± 11.3 versus 57.3 ± 10.4 years, and the percentage of white women (75.8% versus 77.1% were similar between Chagasic and Controls, respectively. Headache was more prevalent among Chagasic (32.9% than Controls (16.1%, mainly in Cardiac form (odds ratio, 2.41; 95% confidence interval, 1.38-4.23, phenomenon possibly related to parasympathetic denervation and cerebral vessels changes.O propósito do estudo foi comparar a freqüência de cefaléia entre mulheres Chagásicas e Não-chagásicas. O estudo retrospectivo compreendeu 647 mulheres com idade ³ 40 anos, Chagásicas (n = 362 e Controles (n = 285 atendidas em um Hospital Universitário brasileiro. As Chagásicas foram classificadas nas formas clínicas: Cardíacas (n = 179, Megas (n = 58 e Indeterminada (n = 125. Cefaléia foi definida de acordo com os critérios da Headache International Society. A idade (57,0 ± 11,3 versus 57,3 ± 10,4 anos e a percentagem de mulheres de cor branca (75,8% versus 77,1% foram semelhantes entre Chagásicas e Controles, respectivamente. Cefaléia foi mais freqüente entre Chagásicas (32,9% que nas Controles (16,1%, principalmente na forma Cardíaca (odds ratio, 2,41; intervalo de confiança 1,38-4,23, fenômeno possivelmente relacionado com desnervação parassimpática e alterações vasculares cerebrais.

  17. EFEITO DO TREINO NEUROMUSCULAR NA ROTAÇÃO DO JOELHO DURANTE A ATERRISSAGEM EM MULHERES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Narayana Vianna Spanó

    2016-04-01

    Full Text Available Introdução: O grande índice de lesões do ligamento cruzado anterior sem envolver contato em mulheres é motivo de curiosidade entre os cientistas, pois avaliações de aterrissagem podem sugerir a predisposição ao risco dessa lesão. Neste sentido, vários protocolos de treinamento foram utilizados como intervenção e obtiveram resultados diversificados na alteração desse fator de risco. Objetivo: O objetivo deste projeto foi avaliar as possíveis alterações de rotação do joelho na aterrissagem unipodal após a intervenção de um programa de treinamento neuromuscular. Métodos: Participaram do estudo 18 mulheres com idade entre 18 e 51 anos, que foram distribuídas em dois grupos: grupo de treinamento neuromuscular de oito semanas (GTN (n = 11 e grupo controle (GC (n = 7. Além disso, não apresentavam lesão musculoesquelética ou dores nos membros inferiores. Cada participante realizou cinco aterrissagens unipodais válidas de uma plataforma de 40 cm de altura. O processo de captura de movimento foi realizado com 12 câmeras infravermelho do sistema OptiTrack(tm para obter as coordenadas tridimensionais de marcadores fixados nos pontos anatômicos de interesse. Os sistemas de coordenadas locais da coxa e da perna foram definidos por meio dos respectivos marcadores fixados nos pontos anatômicos. Dessa forma, foram calculados os ângulos de rotação do joelho nos planos sagital, frontal e transverso através das sequências dos ângulos de Euler e as velocidades angulares através das formulações dos quatérnions. Resultados: Os resultados mostraram que houve um aumento na velocidade de rotação do joelho após o treinamento neuromuscular. Conclusão: Conclui-se que o treinamento neuromuscular resultou em maior velocidade de rotação no joelho nos 40 milissegundos que sucedem a aterrissagem unipodal.

  18. Prevalência de obesidade abdominal em hipertensos cadastrados em uma Unidade de Saúde da Família Prevalence of abdominal obesity in hypertensive patients registered in a Family Health Unit

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edmarlon Girotto

    2010-06-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A obesidade abdominal é importante fator de risco cardiovascular e, juntamente com as dislipidemias, a intolerância a glicose e a hipertensão arterial, compõe a síndrome metabólica. OBJETIVO: Verificar a prevalência de obesidade abdominal e fatores associados em hipertensos. MÉTODOS: Estudo transversal com hipertensos de 20 a 79 anos cadastrados em uma Unidade Saúde da Família do município de Londrina, Paraná. A obesidade abdominal foi identificada por meio da relação cintura-quadril (RCQ e da circunferência abdominal (CA, conforme pontos de corte recomendados pela Organização Mundial de Saúde (RCQ > 1,0 e CA > 102 cm para homens, e RCQ > 0,85 e CA > 88 cm para mulheres. RESULTADOS: Entre os 378 entrevistados, a prevalência de obesidade abdominal identificada pela RCQ foi de 65,3% nos adultos e 68,1% nos idosos, sendo de 87,9% no sexo feminino e de 30,2% no masculino (p BACKGROUND: Abdominal obesity is an important cardiovascular risk factor and, along with dyslipidemia, impaired glucose tolerance and hypertension, it makes up the metabolic syndrome. OBJECTIVE: To investigate the prevalence of abdominal obesity and associated factors in hypertensive patients. METHODS: Cross-sectional study with hypertensive patients aged 20 to 79 registered in a Family Health Unit in the city of Londrina, Paraná. Abdominal obesity was found through waist-hip ratio (WHR and waist circumference (WC according to the cutoff points recommended by the World Health Organization (WHR > 1.0 and > WC 102 cm for men and WHR > WC 0.85 and > 88 cm for women. RESULTS: Among 378 respondents, the prevalence of abdominal obesity determined by WHR was 65.3% in adults and 68.1% in the elderly, and 87.9% in females and 30.2% in males (p <0.001. In women, WHR was associated with reports of high cholesterol, failure to perform regular physical activity, lack of paid work and low education. There was no association of WHR with any variables in males

  19. Flores conversam no jardim : movimentos do cuidado de si por mulheres em tratamento no caps ad (CPTT) na reinvenção de suas vidas

    OpenAIRE

    Rasch, Scheila Silva

    2014-01-01

    Historicamente o consumo de drogas por mulheres foi renegado, escondido por preconceitos e estigmas sociais. Pesquisas e terapêuticas empreendidas para os homens foram impostos às mulheres, desconsiderando-se as suas singularidades. Esta tese procura reduzir esse hiato e lacuna, com o objetivo de analisar os movimentos do cuidado de si por mulheres em tratamento no Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas, o Centro de Prevenção e Tratamento de Toxicômanos, em Vitória/ES. Utilizando meto...

  20. Avaliação do perfil da resposta imune Th1, TH2 e Th17 em mulheres com cancer epitelial dos ovários

    OpenAIRE

    Eduardo Batista Candido

    2011-01-01

    Introdução: O câncer epitelial de ovário (CEO) representa um desafio a Oncologia Ginecológica devido ao seu caráter insidioso e alta letalidade. O sistema imunológico interage com o tumor em desenvolvimento podendo determinar sua progressão/regressão. Este estudo visa avaliar a resposta imune Th1, Th2 e Th17 em mulheres com CEO. Métodos: Avaliaram-se prospectivamente 44 mulheres com CEO e 32 mulheres sem evidencia de neoplasia maligna (grupo controle). Foram coletadas amostras de tumor/ovário...

  1. Avaliação do perfil da resposta imune Th1, TH2 e Th17 em mulheres com cancer epitelial dos ovários

    OpenAIRE

    Eduardo Batista Candido

    2011-01-01

    Introdução: O câncer epitelial de ovário (CEO) representa um desafio a Oncologia Ginecológica devido ao seu caráter insidioso e alta letalidade. O sistema imunológico interage com o tumor em desenvolvimento podendo determinar sua progressão/regressão. Este estudo visa avaliar a resposta imune Th1, Th2 e Th17 em mulheres com CEO. Métodos: Avaliaram-se prospectivamente 44 mulheres com CEO e 32 mulheres sem evidencia de neoplasia maligna (grupo controle). Foram coletadas amostras de tumor/ovário...

  2. Qualidade do sono em mulheres paulistanas no climatério Quality of sleep of climacteric women in São Paulo: some significant aspects

    OpenAIRE

    Carmen Lúcia Souza; José Mendes Aldrighi; Geraldo Lorenzi Filho

    2005-01-01

    OBJETIVO: O climatério é um período de grandes transformações em que a qualidade do sono usualmente se deteriora. O objetivo foi avaliar subjetivamente a qualidade do sono em mulheres no climatério (35 a 65 anos). MÉTODOS: Um questionário contendo informações pessoais, hábitos/saúde, sexualidade e sono foi aplicado a 271 mulheres. RESULTADOS: A amostra estudada constituiu-se principalmente de mulheres casadas, ativas profissionalmente, de alta condição econômica e escolaridade, não usuárias d...

  3. Ocorrência de diabetes melito em mulheres com hiperglicemia em gestação prévia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silva Márcia Rocha Gabaldi

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar a freqüência com que ocorria intolerância à glicose (diabetes melito e tolerância à glicose diminuída em mulheres cuja gestação foi acompanhada e avaliada quanto à tolerância à glicose. MÉTODOS: Num período de até 12 anos da gestação-alvo, de um total de 3.113 gestantes acompanhadas em um serviço de obstetrícia, 551 foram selecionadas por meio de um processo randômico, proporcional à representação dos grupos. Foram avaliadas 529, assim constituídas: 250 normotolerantes à glicose, grupo IA; 120 com hiperglicemia diária, grupo IB; 72 com o teste oral de tolerância à glicose alterado, grupo IIA; e 87 com o teste oral de tolerância à glicose alterado e hiperglicemia diária, grupo IIB. A avaliação constava da medida da glicemia de jejum, que entre 110 e 125 mg/dL, era seguida pelo teste oral de tolerância à glicose. RESULTADOS: A freqüência de ocorrência de diabetes foi 1,6, 16,7, 23,6 e 44,8% nos grupos IA, IB, IIA e IIB, respectivamente (IA <[IB=IIA]mulheres do grupo IA diferiram das dos demais grupos em idade, paridade e história familiar de diabetes. CONCLUSÃO: Glicemias (perfil glicêmico elevadas assim como o teste oral de tolerância à glicose alterado durante a gestação são igualmente eficazes em predizer o futuro desenvolvimento de diabetes materno; quando ambos os testes são alterados, tal prognóstico se agrava significativamente.

  4. Fatores associados a não realização de Papanicolau em mulheres quilombolas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcio Vasconcelos Oliveira

    2014-11-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi analisar os fatores associados a não realização do exame de Papanicolaou entre as mulheres quilombolas residentes em Vitória da Conquista, Bahia. Foi utilizado delineamento de estudo transversal de base populacional, com inclusão de mulheres com idade de 18-64 anos. Foram realizadas análise descritiva e de associação univariada e multivariada utilizando modelo logístico multinomial. Mulheres que nunca realizaram o exame ou o realizaram há mais de três anos foram comparadas separadamente com aquelas que realizaram o exame há menos de três anos. De 348 mulheres incluídas na análise, 27,3% afirmaram nunca ter realizado o Papanicolaou. Foram associados de forma independente com nunca ter feito o exame: faixa etária de 18 a 29 anos e 50 a 59 anos, não ter instrução, não ter companheiro, buscar atendimento relacionado à saúde em unidades/estabelecimentos diferentes de seu local de residência e ter realizado exame clínico das mamas há três ou mais anos ou nunca tê-lo realizado. Os achados indicam uma necessidade de reflexão, com o objetivo de melhor enfrentamento dos fatores que se associam à não realização do exame Papanicolaou entre as mulheres quilombolas, sendo importante contemplar ações de prevenção para o câncer de colo uterino.

  5. Mulheres em idade fértil: causas de internação em Unidade de Terapia Intensiva e resultados

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cátia Millene Dell Agnolo

    2014-08-01

    Full Text Available Introdução: Pacientes obstétricas representam uma fração significativa das admissões em unidades de cuidado intensivo e consistem em um desafio para a equipe. Objetivo: Analisar as principais causas de internação e morte materna de mulheres em idade fértil ocorridas em unidades de terapia intensiva de hospitais de um município do Noroeste do Paraná, Sul do Brasil. Métodos: Estudo exploratório, descritivo, retrospectivo, realizado com mulheres em idade fértil (10 a 49 anos internadas em três unidades de terapia intensiva existentes em um município do Noroeste do Paraná, por causas obstétricas e não obstétricas, no período de janeiro de 2005 a dezembro de 2009. Resultados: Foram encontradas 775 internações de mulheres em idade fértil, com uma média de idade de 33,7±10,3 anos, com duração média de internação de 5,0±8,4 dias. A maior parte das mulheres era do município estudado (67,2%, com baixa escolaridade (nível primário, 68,2%. Entre as causas obstétricas de internação, a pré-eclâmpsia grave e a eclâmpsia se constituíram na principal causa (71,3%; a pielonefrite se destacou sob outras condições no período gestacional (53%. Não foi encontrada associação estatística entre internações por causas obstétricas em unidade de terapia intensiva e óbito. Conclusão: As causas não obstétricas representaram a maioria das internações de mulheres em idade fértil nas unidades de terapia intensiva do município, no período estudado e, entre as causas obstétricas, a pré-eclâmpsia grave e eclampsia constituíram a principal causa.

  6. Composição de ácidos graxos do leite materno em mulheres residentes em área distante da costa litorânea brasileira

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Y. Nishimura

    2013-06-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Avaliar a composição de ácidos graxos do leite humano maduro de mulheres residentes em área distante da costa litorânea brasileira. MÉTODOS: Amostras de leite materno maduro foram obtidas de 47 mulheres lactantes com idade entre 18 e 35 anos, que tiveram partos a termo e em aleitamento exclusivo ou predominante. A coleta de leite se deu a partir da 5ª semana pós-parto, por meio de ordenha manual. A composição de ácidos graxos do leite foi determinada por cromatografia gasosa. RESULTADOS: Verificou-se que a concentração de eicosapentaenoico (0,08% foi superior ao observado em estudos brasileiros prévios. Entretanto, o teor de docosahexaenoico (0,09% encontrado no leite humano foi um dos menores já verificados no mundo. O teor de ácidos graxos trans (2,05% foi similar ao relatado em estudos nacionais prévios à obrigatoriedade de declaração do teor deste em rótulos de alimentos, sugerindo que esta medida não surtiu efeito na redução de seu teor na dieta habitual das mulheres. CONCLUSÕES: Baixo teor de docosahexaenoico e elevada concentração de ácidos graxos trans foram verificados no leite materno maduro de mulheres residentes em área distante da costa litorânea brasileira.

  7. O SEXO DA POBREZA: Homens, mulheres e famílias numa "avenida" em Salvador da Bahia

    OpenAIRE

    Michel Agier

    1990-01-01

    Com base na observação etnológica de uma "avenida" do bairro da Liberdade, em Salvador, BA, o autor se propõe mostrar como as "subjetivações" dos indivíduos sobre sua condição e seu destino fazem sentido em relação à organização atual das famílias pobres e às posições distintas que homens e mulheres ocupam nesta organização familiar.

  8. Craving e prontidão para mudança em mulheres adultas jovens dependentes do tabaco

    OpenAIRE

    Araujo,Renata Brasil

    2010-01-01

    O objetivo desta pesquisa foi analisar o craving pelo tabaco em mulheres adultas jovens, verificando se existia associação entre este e os estágios motivacionais. O delineamento foi experimental e as participantes, que tinham entre 20 e 40 anos de idade foram distribuídas, aleatoriamente, em grupos de zero (n = 30) e 60 minutos (n = 30) de abstinência do tabaco. Os Instrumentos utilizados foram Ficha com Dados Soóciodemográficos, Questionnaire of Smoking Urges Brief (QSU-B), Fagerström Test f...

  9. O SEXO DA POBREZA: Homens, mulheres e famílias numa "avenida" em Salvador da Bahia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Michel Agier

    1990-12-01

    Full Text Available Com base na observação etnológica de uma "avenida" do bairro da Liberdade, em Salvador, BA, o autor se propõe mostrar como as "subjetivações" dos indivíduos sobre sua condição e seu destino fazem sentido em relação à organização atual das famílias pobres e às posições distintas que homens e mulheres ocupam nesta organização familiar.

  10. Prevalência e fatores sociodemográficos associados à fragilidade em mulheres idosas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcella Costa Souto Duarte

    2013-12-01

    Full Text Available Estudo transversal, que objetivou de estimar a prevalência de fragilidade em mulheres idosas, residentes no município de João Pessoa, Paraíba, Brasil; e identificar possíveis associações entre a fragilidade e as variáveis sociodemográficas. A amostra foi composta por 166 idosas, entrevistadas nos domicílios, entre abril e junho de 2011. Para a coleta dos dados, utilizou-se instrumento estruturado com questões relativas às variáveis sociodemográficas e à Edmonton Frail Scale. A análise descritiva dos dados, realizada pelo programa SPSS 15.0, mostrou que a maioria das idosas (60,8% evidenciava algum grau de fragilidade. Entre elas, 21,7% eram aparentemente vulneráveis, 23,5%, com fragilidade leve, 7,8%, moderada, e 7,8%, e grave. Verificou-se associação do fenômeno com idade, escolaridade e renda, condições sobre as quais os enfermeiros devem atuar com vistas à prevenção do evento.

  11. Análise do polimorfismo no códon 72 do gene TP53 em mulheres inférteis com e sem endometriose

    OpenAIRE

    Bianco, Bianca; Christofolini, Denise Maria [UNIFESP; Brandes,Ariel; Lerner, Tatiana Goberstein; Gonçalves-Filho,Rubens Paulo; Souza,Angela Mara Bentes de; Barbosa,Caio Parente

    2011-01-01

    OBJETIVO: avaliar a frequência do polimorfismo no códon 72 do gene TP53 em mulheres inférteis com endometriose, mulheres com infertilidade idiopática, Grupo Controle e sua associação com a doença. MÉTODOS: estudo caso-controle que incluiu 198 mulheres inférteis com endometriose, 70 mulheres com infertilidade idiopática e 169 mulheres férteis sem endometriose como controles. O polimorfismo no códon 72 do gene TP53 (rs1042522, Arg/C:Pro/G), que promove uma troca de C/G na sequência codante, foi...

  12. As memórias das guerras e as guerras de memórias : encontros e desencontros da narração do sofrimento de mulheres em Moçambique e em Timor-Leste

    OpenAIRE

    Cunha, Teresa

    2010-01-01

    Neste texto tematizo e problematizo a narração dos sofrimentos das mulheres que emergem das entrevistas em profundidade realizadas em 2008 e 2009 em Maputo, Moçambique e Díli, Timor-Leste para discutir três questões: Em primeiro lugar, perceber algumas peculiaridades e semelhanças das experiências de mulheres nas guerras em Moçambique e Timor-Leste através das palavras e dos seus alinhamentos usados nestas narrações. Em segundo lugar, analisar como essa narração dos sofrimentos se transfigura...

  13. Mulher climatérica: uma proposta de cuidado clínico de enfermagem baseada em ideias freireanas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cláudia Rejane Pinheiro Maciel Vidal

    2012-08-01

    Full Text Available O estudo objetiva dialogar entre os conceitos cuidar e educar e propor uma estratégia de educação em saúde como possibilidade de cuidado clínico de Enfermagem para mulheres no climatério baseada nos princípios educativos de Paulo Freire. Ao longo dos anos, diferentes paradigmas de Educação em Saúde são condicionados por diferentes estratégias, muitas delas reducionistas, o que requer questionamentos e implementação de ações mais integrantes e participativas. A partir deste pensamento, buscamos uma possibilidade de educação que contemple o Outro em sua complexidade, possibilitando que a mulher em sua fase climatérica possa também ser assistida de forma integral. Neste cenário, visualizamos os princípios de Paulo Freire como marco norteador para este desenvolvimento, por ele mostrar uma educação dialogada, solidária, sem arrogância, articulando o saber científico com o conhecimento popular, traduzindo seu método em um trabalho coletivo.

  14. Bloqueio do plano transverso abdominal contínuo bilateral em doente com cirurgia abdominal prévia

    OpenAIRE

    2013-01-01

    Os autores apresentam um caso clínico em que foi realizado um bloqueio do plano do músculo transverso abdominal, com colocação de cateter bilateral, para analgesia pós-operatória de laparotomia exploradora, em doente com cirurgia abdominal prévia, insuficiência cardíaca, renal e hepática, em opção à analgesia epidural e aos opioides endovenosos em perfusão.

  15. Bloqueio do plano transverso abdominal contínuo bilateral em doente com cirurgia abdominal prévia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Isabel Flor de Lima

    2013-10-01

    Full Text Available Os autores apresentam um caso clínico em que foi realizado um bloqueio do plano do músculo transverso abdominal, com colocação de cateter bilateral, para analgesia pós-operatória de laparotomia exploradora, em doente com cirurgia abdominal prévia, insuficiência cardíaca, renal e hepática, em opção à analgesia epidural e aos opioides endovenosos em perfusão.

  16. Associação entre o nível de atividade física e a área de gordura visceral em mulheres pós-menopáusicas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiano Penas Seara Pitanga

    2014-08-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: O aumento da gordura visceral abdominal está associado à redução dos níveis de atividade física habitual e gera na mulher pós-menopáusica, o surgimento da doença da inatividade física, caracterizada pela manifestação de um conjunto de patologias, entre as quais se incluem diabetes mellitus do tipo 2 e doenças cardiovasculares. Por outro lado, a atividade física regular parece ter impacto significativo na prevenção tanto da gordura intra-abdominal quanto das complicações metabólicas e cardiovasculares.OBJETIVO: Verificar a associação entre a caminhada e a atividade física de moderada intensidade com a área de gordura intra-abdominal em mulheres pós-menopáusicas.MÉTODOS: A amostra foi composta por 239 mulheres com média de idade de 57,4 ± 6,6 anos participantes do programa "Menopausa em Forma". Para análise da atividade física foi utilizado o IPAQ versão longa. Consideraram-se os valores de 1.601 kcal/semana na caminhada e 2.283 kcal/semana na atividade física de moderada intensidade como suficientes para prevenção do excesso de gordura intra-abdominal. Utilizou-se a análise de regressão logística para estimar a odds ratio (OR, com intervalo de confiança de 95%.RESULTADOS: Após análise multivariada observou-se que a caminhada ofereceu proteção contra o excesso de gordura intra-abdominal, principalmente nas mulheres com períodos menstruais regulares, OR = 0,22 (0,08-0,62 e que não fazem reposição hormonal, OR = 0,05 (0,01-0,49. Já o nível de atividade física de intensidade moderada ofereceu proteção contra a gordura intra-abdominal independentemente da reposição hormonal ou dos períodos menstruais regulares, OR = 0,37 (0,14-0,66.CONCLUSÃO: A caminhada e principalmente o nível de atividade física de moderada intensidade podem ser importantes para prevenção do excesso de gordura intra-abdominal e suas complicações metabólicas e cardiovasculares em mulheres pós-menopaúsicas.

  17. Vaginose Bacteriana em Mulheres com Infertilidade e em Menopausadas Bacterial Vaginosis In Menopausal Women and in Women with Infertility

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Miriam da Silva Wanderley

    2001-12-01

    Full Text Available Objetivo: analisar a prevalência de vaginose bacteriana (VB em mulheres inférteis e em menopausadas e os métodos mais comumente usados na prática clínica para o seu diagnóstico. Métodos: foram avaliadas retrospectivamente 104 pacientes na menopausa e 86 inférteis. A presença de corrimento vaginal característico, pH vaginal >4,5, teste das aminas (whiff test positivo e achado de vaginose bacteriana à coloração da secreção pelo Gram foram considerados positivos. Foi estabelecido diagnóstico de VB quando 3 dos 4 critérios acima fossem satisfeitos. Resultados: analisando os métodos diagnósticos separadamente observamos, entre as menopausadas, 29 pacientes com corrimento vaginal característico (28,1%, 10 (9,6% com whiff test positivo, 68 (65,4% com pH vaginal >4,5 e 34 (32,7% com teste do Gram positivo. Nas mulheres inférteis os resultados foram 20 (23,2%, 13 (15,1%, 61 (70,9% e 26 (30,2%, respectivamente. Ao analisarmos todos os critérios em conjunto, em 14 pacientes na menopausa (13,5% e em 15 inférteis (17,4% foi diagnosticada VB. Conclusão: a prevalência de VB foi similar nos 2 grupos de pacientes. Além disso, todos os métodos diagnósticos devem ser utilizados a fim de não se sub ou super-diagnosticar essa patologia.Purpose: to evaluate the prevalence of bacterial vaginosis (BV in menopausal and in infertile outpatients and to analyze the current clinical diagnostic methods. Methods: we evaluated retrospectively 104 menopausal women and 86 with infertility. Characteristic vaginal discharge on gynecological examination, pH >4.5, positive KOH whiff test, and bacterial vaginosis by Gram test were considered positive. BV was established when at least 3 out of 4 criteria were found. Results: among the menopausal women, 29 patients (28.1% were clinically positive for BV, 10 (9.6% had positive whiff test, 68 (65.4% vaginal pH >4.5, and 34 (32.7% positive Gram test. For the infertile patients the figures were 20 (23.2%, 13

  18. Assistência ao parto de mulheres negras em um hospital do interior do Maranhão, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ilka Kassandra Pereira Belfort

    Full Text Available Resumo Há no Brasil poucos estudos que considerem a cor como um possível fator de aumento de vulnerabilidade à perda da saúde, que analisem a morbidade levando em consideração a cor/raça das pessoas, especialmente os que abordam a saúde reprodutiva. Estudos realizados nos últimos anos evidenciaram diferenças importantes entre as taxas de mortalidade materna de mulheres de cor branca, parda e preta. Supõe-se que essas diferenças sejam decorrentes de falta de acesso a serviços de saúde e/ou da pior qualidade da assistência prestada amulheres negras. Há poucos estudos que analisam como se dá o atendimento pré-natal e ao parto considerando a cor das mulheres, especialmente em pequenos municípios, em regiões mais carentes do país. Este estudo objetiva descrever como ocorre a assistência ao ciclo gravídico puerperal de mulheres negras residentes no município de Icatu, no Maranhão. Trata-se de uma pesquisa descritiva exploratória desenvolvida com puérperas que tiveram parto no Hospital Municipal da cidade. Foram entrevistadas 26 mulheres negras que aceitaram participar da pesquisa. A idade variou de 10 a 39 anos, com 50% de 20 a 24 anos. A maioria estava em união estável, 46,2% iniciaram a vida sexual antes de 15 anos, e 53,8%, entre 16 e 20 anos. Constatou-se que a maioria iniciou o pré-natal no primeiro trimestre e teve seis consultas ou mais durante o acompanhamento. Todas as mulheres de cor preta e a maioria das de cor parda tiveram anemia ferropriva no período gestacional. Elas gostariam de ser escutadas na hora do parto e de receberem mais atenção, com maior acolhimento.

  19. Os ramos colaterais da aorta abdominal em jaguatirica (Leopardus pardalis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luane L. Pinheiro

    2014-05-01

    Full Text Available A jaguatirica (Leopardus pardalis é uma das espécies de felino silvestre que pouco foi investigada quanto a sua morfologia. Assim, o estudo objetivou detalhar a origem e distribuição dos ramos colaterais da aorta abdominal deste animal. Avaliou-se dois exemplares, sendo um macho e uma fêmea, jovens, provenientes de Paragominas-PA, doados ao Laboratório de Pesquisa Morfológica Animal (LaPMA da Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA. O sistema arterial foi preenchido com látex pigmentado de vermelho e os cadáveres foram preservados com solução de formaldeído tamponado a 10%. A aorta abdominal do L. pardalis teve origem entre T12 e L1, sendo a artéria celíaca o primeiro ramo visceral no sentido crânio-caudal, resultando nas artérias hepática, gástrica esquerda e esplênica. A artéria mesentérica cranial surgiu como segundo ramo da aorta abdominal, originando as artérias jejunais. Na sequência localizamos artéria pancreáticoduodenal caudal, artérias ileais, artérias ileocólicas, artérias renais direita e esquerda, artérias adrenais direita e esquerda e artérias ováricas ou testiculares direita e esquerda. Parietalmente, a aorta abdominal originou em média seis ramos lombares, bem como a artéria frenicoabdominal, as artérias circunflexas ilíacas profundas e artérias ilíacas externa e interna. A aorta abdominal gerou ainda a artéria mesentérica caudal, a qual dividiu-se em artérias cólica esquerda e retal cranial. A artéria cólica esquerda seguiu cranialmente paralela ao cólon descendente irrigando-o, originando em média 18 ramos, e anastomosando-se com a artéria cólica média. A artéria retal cranial seguiu em direção caudal distribuindo oito ramos à porção final do cólon descendente e ao reto, e uniu-se com a artéria retal média. Por fim, a aorta abdominal emitiu como ramo terminal a artéria sacral mediana. A vascularização arterial abdominal desta espécie é bastante semelhante ao

  20. Perfil hormonal sexual de mulheres em programa crônico de diálise em tratamento com eritropoetina humana recombinante Sex hormones in women on dialysis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosina Conceição Graçaplena Dal Maso

    2003-01-01

    Full Text Available A IRC (insuficiência renal crônica terminal é acompanhada por alterações sistêmicas, inclusive do eixo hipotálamo-hipofisário-gonadal. Após o aparecimento da EPO (eritropoetina humana recombinante, surgiram relatos de melhora da disfunção sexual em homens, havendo relativa escassez de dados sobre dosagens hormonais e função sexual das mulheres. No Brasil, há poucos dados sobre o perfil hormonal de mulheres em programa crônico de diálise. OBJETIVOS: Avaliação e comparação do perfil hormonal sexual, através das dosagens de FSH (hormônio folículo estimulante, LH (hormônio luteinizante, PRL (prolactina e E2 (estradiol de mulheres em programa crônico de diálise, sob terapêutica com EPO. MÉTODOS: Foram avaliadas 47 mulheres (uma em diálise peritoneal intermitente, quatro em diálise peritoneal ambulatorial contínua e 42 em hemodiálise, subdivididas em três grupos: (1 Grupo I, de mulheres com menos de 48 anos de idade e menstruando regularmente; (2 Grupo II, de mulheres com menos de 48 anos de idade e amenorreicas; (3 Grupo III, de mulheres com mais de 48 anos de idade e amenorreicas. Os grupos foram comparados entre si através do teste de Mann-Whitney para duas amostras independentes. RESULTADOS: Todos os grupos mostraram valores normais das dosagens séricas de FSH, LH e E2, e não houve diferença estatisticamente significante nos níveis desses hormônios entre as mulheres que menstruam e as amenorreicas com idade inferior a 48 anos. Os níveis de PRL encontravam-se acima da normalidade em todos os grupos, independentemente da idade e do padrão menstrual, não havendo diferenças estatísticas significantes entre os grupos. As pacientes do grupo III apresentaram perfis hormonais compatíveis com a menopausa, ou seja, níveis séricos de FSH e LH elevados e de E2 diminuídos.OBJECTIVE: The end stage renal disease has accompaniments in body systems, including hormonal changes. The present study was designed to

  1. Experiências em morbidade maternal grave: estudo qualitativo sobre a percepção de mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Vitti Ribeiro da Silva

    2016-08-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo: conhecer e analisar as vivências de mulheres que desenvolveram um episódio de Morbidade Materna Grave. Método: trata-se de um estudo qualitativo, no qual foram entrevistadas 16 mulheres internadas em hospital de nível terciário, em decorrência deste estado mórbido. Utilizou-se a análise de conteúdo no tratamento dos dados. Resultados: Foram identificadas duas categorias: "Compreendendo a morbidade materna como uma presença negativa" e "Seguir em frente: em alerta constante". Foram mencionados pelas entrevistadas aspectos negativos, como dificuldades do tratamento e hospitalização, sentimentos de medo, preocupação com o feto, frustração da gravidez idealizada, trauma; e aspectos positivos, como aprendizado e expressão da vontade divina na experiência da enfermidade. Conclusão: o cuidado efetivo no pré-natal, parto e puerpério deve prover suporte adequado para prevenção e assistência na Morbidade Materna Grave.

  2. Craving e prontidão para mudança em mulheres adultas jovens dependentes do tabaco

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Araujo, Renata Brasil

    2010-01-01

    Full Text Available O objetivo desta pesquisa foi analisar o craving pelo tabaco em mulheres adultas jovens, verificando se existia associação entre este e os estágios motivacionais. O delineamento foi experimental e as participantes, que tinham entre 20 e 40 anos de idade foram distribuídas, aleatoriamente, em grupos de zero (n = 30 e 60 minutos (n = 30 de abstinência do tabaco. Os Instrumentos utilizados foram Ficha com Dados Soóciodemográficos, Questionnaire of Smoking Urges Brief (QSU-B, Fagerström Test for Nicotine Dependence e University of Rhode Island Change Assessment Scale. Observou-se correlação (p < 0,005 entre: Pré-Contemplação e total de pontos do QSU-B (r = 0,465; Pré-Contemplação e Fator 2 (r = 0,485; e Manutenção e Fator 2 (r = 0,385. Conclui-se que, enquanto as mulheres em Pré-Contemplação apresentaram aumento global do craving, com forte influência do reforço negativo do tabaco, as em Manutenção, somente tiveram aumento do craving associado ao reforço negativo, sendo, esta informação, útil ao ser planejado o tratamento para esta clientela

  3. Reflexo pudendo-anal em mulheres normais Pudendo-anal reflex in normal women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Geraldo de Aguiar Cavalcanti

    2004-09-01

    Full Text Available São descritas observações do registro do reflexo pudendo-anal em mulheres sem queixas de incontinência urinária. Foram estudadas 31 voluntárias adultas, com estimulação elétrica bilateral e independente do clitóris e registros de superfície em ambos os lados do músculo esfíncter externo do ânus (EEA. As respostas foram obtidas com pulsos duplos de 0,2 ms de duração e intervalos de 5 ms, aplicados a uma freqüência menor que 0,5 Hz. Foram medidas as latências iniciais das respostas. Não foram evidenciadas diferenças entre as respostas obtidas de cada lado do EEA e nem entre os lados, com relação aos estímulos. Uma das voluntárias não apresentou respostas após estimulação de um dos lados. Não foram observadas diferenças relacionadas a paridade total e nem com a presença de partos vaginais. A idade e o índice de massa corpórea não se correlacionaram com as respostas. Em 12% das respostas, a medida das latências foi dificultada pela baixa relação sinal-ruído.The pudendo-anal reflex was studied in a sample of 31 normal women. Responses were obtained after bilateral independent stimulation of the clitoris, with surface recordings from both sides of the external anal sphincter. Reponses were elicited with double-pulses of 0,2 ms duration with a interstimulus interval of 5 ms, frequency of stimulation was lower than 0,5 Hz. A minimal of four responses were recorded after supramaximal stimulation. In one volunteer no response was recorded after unilateral stimulation. Latencies of the responses from the right and left sides of the anal sfincter after right and left stimulation were 36.35±6.37, 36.28±6.23, 35.88±4.68, 36.44±4.45ms, respectively. No relation was detected between latencies and age, body mass index and parity (considering either total parity or vaginal delivery only. In 12% of the recordings uncertainty was introduced in the latency measurements related to a poor signal-noise ratio.

  4. Violência consentida: mulheres em trabalho de parto e parto Consented violence: women in labor and delivery

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leila Regina Wolff

    2008-09-01

    Full Text Available O parto é um evento que integra a vivência reprodutiva da mulher e seu parceiro. Os profissionais de saúde são coadjuvantes dessa vivência, desempenhando um importante papel ao colocar seu conhecimento a serviço do bem-estar da mulher e do bebê, ajudando-os no processo de parturição e nascimento de forma saudável, humana e humanizadora. Este trabalho traz uma secção da tese de doutorado de uma das autoras, com o objetivo de denunciar como se dá a assistência em muitas das instituições de saúde, e que revela como várias das circunstâncias a que a mulher está sujeita no processo de parturição se caracterizam por ações de não cuidado e/ou como desumanização. Nesse recorte destacou-se os depoimentos de parturientes que evidenciaram o não cuidado e/ou a desumanização da assistência à mulher em trabalho de parto e parto. Os relatos evidenciaram um tipo especial de violência de gênero na área da saúde, uma violência consentida, conforme opinião das autoras, que ocorre com mulheres em trabalho de parto e parto.Delivery is an event that is part of the reproductive experience of a woman and her partner. Health professionals play an important role in that experience by putting their knowledge in the service of the woman's and her baby's welfare and helping them in the childbirth process in a healthy as well as humanized manner. The present study is a section of the doctoral dissertation of one of the authors and the objective was to reveal how assistance is provided at some health institutions. Several circumstances to which the woman in labor is subject are characterized by actions that were considered as non-care and/or dehumanization. This section of the dissertation shows a special type of gender violence in the health area, a consented violence, according to the authors' opinion, which occurs with women in labor and delivery.

  5. Diagnóstico de saúde das mulheres em idade fértil de Sergipe

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alzira Maria D'avila Nery Guimarães

    1996-03-01

    Full Text Available Relato parcial de uma pesquisa realizada pela Secretária de Estado da Saúde em parceria com o UNICEF, intitulado de Diagnóstico Matemo-lnfantil cio Estado de Sergipe. Nesta pesquisa as autoras realizam uma abordagem parcial sobre a saúde das mulheres em idade fértil. Objetivo: Medir por amostragem a nível estadual os indicadores: estado civil, idade da menarca, início da vida sexual, gravidez, abortos, prevenção do câncer cérvico-uterino e mama, anticoncepção e utilização dos serviços de saúde. Os resultados foram coletados através da aplicação de um formulário estruturado, abrangendo variáveis préconcepcionais, biológicas e sociais. Os dados obtidos fornecem subsídios para ampla discussão sobre a saúde das mulheres em Sergipe.

  6. Vivência da obesidade e do emagrecimento em mulheres submetidas à cirurgia bariátrica

    OpenAIRE

    Carlos Alberto Domingues do Nascimento; Simone Maria Muniz da Silva Bezerra; Ednalva Maria Sampaio Angelim

    2013-01-01

    O presente estudo objetivou investigar em mulheres submetidas à cirurgia bariátrica os aspectos psicológicos relacionados à sua condição de obesa e ao seu emagrecimento. O método utilizado foi o descritivoexploratório, de abordagem qualitativa. Os dados permitiram, inicialmente, constatar que a obesidade, além de comprometer a saúde física, restringe a vida afetiva e social, pois impõe um autoconceito negativo e inibidor dos vínculos interpessoais. Com o processo de emagrecimento após a cirur...

  7. Necessidades de mulheres no puerpério imediato em uma maternidade pública de Salvador, Bahia, Brasil

    OpenAIRE

    Almeida, Mariza Silva; Silva,Isília Aparecida

    2008-01-01

    Objetivando identificar as necessidades de puérperas que demandam cuidados de enfermagem e compreender como elas percebem os cuidados de enfermagem durante sua permanência no Alojamento Conjunto, realizamos uma pesquisa descritiva com dados qualitativos, orientados pela perspectiva de gênero. Entrevistamos 25 mulheres que se encontravam internadas em unidade de Alojamento Conjunto de uma maternidade pública de Salvador-Bahia. A análise de conteúdo na modalidade temática conduziu-nos à apreens...

  8. Necessidades de mulheres no puerpério imediato em uma maternidade pública de Salvador, Bahia, Brasil

    OpenAIRE

    Almeida, Mariza Silva; Silva,Isília Aparecida

    2008-01-01

    P. 347-354. Objetivando identificar as necessidades de puérperas que demandam cuidados de enfermagem e compreender como elas percebem os cuidados de enfermagem durante sua permanência no Alojamento Conjunto, realizamos uma pesquisa descritiva com dados qualitativos, orientados pela perspectiva de gênero. Entrevistamos 25 mulheres que se encontravam internadas em unidade de Alojamento Conjunto de uma maternidade pública de Salvador-Bahia. A análise de conteúdo na modalidade temática conduzi...

  9. A violência na vida de mulheres em situação de rua na cidade de São Paulo, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anderson da Silva Rosa

    2015-06-01

    Full Text Available Esta cartografia objetivou trazer à reflexão situações de violência na vida de mulheres em condição de rua na cidade de São Paulo, Brasil. Durante o trabalho de campo, o pesquisador interagiu com cerca de cem mulheres em situação de rua, sendo as percepções registradas em diário de campo. Posteriormente, 22 mulheres foram entrevistadas em um albergue. Depreendemos, dos resultados, que a situação de rua para as mulheres foi relacionada a: violências sofridas no contexto doméstico e familiar, a renda insuficiente para garantir o próprio sustento e o dos filhos, e a ruptura dos vínculos sociais. Nas ruas, conheceram a violência nas disputas territoriais, opressões de gênero, falta de privacidade, tráfico de drogas e nas práticas higienistas. O estudo desconstruiu os estereótipos de frágeis e dependentes para as mulheres de rua; no processo relacional, elas também protagonizavam disputas por espaço e poder.

  10. Associação entre aptidão funcional e excesso de peso em mulheres idosas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cassiano Ricardo Rech

    2010-06-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi verificar associação entre a aptidão funcional (AF e o excesso de peso (EP em mulheres idosas. Foram avaliadas 394 mulheres com idade média de 69.4 anos (DP = 3.4 anos. A AF foi mensurada por meio da bateria de testes motores. O EP foi determinado pela mensuração das variáveis de massa corporal e estatura. Posteriormente foi calculado o índice de massa corporal. Os resultados da aptidão funcional foram comparados com os valores normativos da bateria de testes da AAHPERD para mulheres idosas. Para análise dos dados utilizou-se a análise descritiva. A associação entre a AF e o EP de peso foi verificado pelo teste do Qui-quadrado (p < .05. Os resultados apontam para uma prevalência de EP de 46.5%. Observou-se uma associação estatística (p < .05 entre o índice de AF (IAFG e o EP entre as idosas, sendo que 87.8% das idosas com EP apresentaram um IAFG considerado como fraco. Idosas com EP apresentaram 5.07 (IC 95% = 3.12 – 7.14 vezes mais probabilidade de terem baixa AF quando comparadas com idosas eutróficas. Os resultados permitem concluir que a condição morfológica (EP necessita ser considerada na avaliação da AF de mulheres idosas.

  11. Teatro-menor: cartografia em arte e experimentação de mulheres em situação de cárcere

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gabriela Pinheiro Soares

    2014-01-01

    Full Text Available Este trabalho parte de uma pesquisa intervenção em um presídio feminino do Rio Grande do Norte - Brasil, cujo objetivo é compreender os modos de viver e reinventar-se das mulheres presas. Trata-se de uma cartografia em teatro-experimentação a partir de uma experiência de estágio em Psicologia, no qual se articula corpo, arte e clínica, compondo o eixo gênero, sexualidades e intersecções. Utiliza-se da observação participante, do diário de atos e da arte em oficinas, objetivando acompanhar cuidadosamente processos em curso, mapear o território existencial das atrizes e possibilitar que linhas de fuga sejam produzidas, deixando vazar uma multiplicidade de vozes, devires. Os resultados: expressões do devir da sensibilidade das mulheres presas no cuidado com as outras, na troca de palavras de afeto, na experimentação de outras formas de relação com o corpo e com a sexualidade.

  12. Prevalência dos fatores trombofílicos em mulheres com infertilidade Prevalence of thrombophilic factors in infertile women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana de Góes e Silva Soligo

    2007-05-01

    Full Text Available OBJETIVO: determinar a prevalência dos fatores trombofílicos em mulheres inférteis. MÉTODOS: estudo de corte transversal, no qual foram admitidas mulheres inférteis atendidas em clínica privada e submetidas à investigação de trombofilia, conforme protocolo da referida clínica, no período de março de 2003 a março de 2005, após aprovação do Comitê de Ética e Pesquisa da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP. Foram incluídas mulheres com história de infertilidade, definida como um ano de coito desprotegido sem concepção. Foram excluídas mulheres com hepatopatia e dados incompletos em prontuário, obtendo-se uma amostra de 144 mulheres. Os fatores trombofílicos avaliados foram: o anticorpo anticardiolipina (ACL, o anticoagulante lúpico (ACGL, a deficiência de proteína C (DPC, a deficiência de proteína S (DPS, a deficiência de antitrombina III (DAT, a presença do fator V de Leiden, uma mutação no gene da protrombina e a mutação do metileno tetrahidrofolato redutase (MTHFR. Resultados: os valores de prevalência obtidos para ACL e ACGL foram de 2%. A prevalência dos fatores trombofílicos hereditários foram: DPC=4%, DPS=6%, DAT=5%, fator V de Leiden=3%, mutação da protrombina=3% e mutação MTHFR=57%. CONCLUSÕES: das 144 pacientes selecionadas, 105 mulheres, ou seja, 72,9% apresentavam pelo menos um fator trombofílico presente. Isto reforça a importância e justifica a necessidade da investigação destes fatores neste grupo de mulheres.PURPOSE: to establish the prevalence of thrombophilic factors in infertile women. METHODS: a cross-sectional study was performed, in which infertile women, seen in a private clinic with investigation for thrombophilia were included, according to the protocol of the clinic, between March 2003 and March 2005, after the approval of the Research Ethics Committee of the Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP. One hundred and forty-four infertile women without any liver

  13. Prevalence and multiplicity of HPV in HIV women in Minas Gerais, Brazil Prevalência e multiplicidade do HPV em mulheres infectadas pelo HIV em Minas Gerais

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Christine Miranda Corrêa

    2011-08-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To detect the frequency and subtypes of HPV in the uterine cervix of HIV-infected women. METHODS: Sample consisted of 288 HIV-infected women, recruited from the public health system of five cities of Minas Gerais, Brazil. Women were seen from August 2003 to August 2008. Cervical samples were collected for cytological analysis and for HPV DNA detection, using polymerase chain reaction (PCR. HPV DNA was classified according to its oncogenic potential in low risk (types 6, 11 and high risk (types 16, 18, 31, 33, 35. Colposcopy was performed, followed by cervical biopsy when necessary. Categorical variables were compared using the Chi-squared test, with a significance level established at the 5% level. RESULTS: HPV prevalence was 78.8%. Most frequent genotypes were HPV-6 (63.9% and HPV-16 (48.5%. High-risk HPV were observed in 70.5% of the women; low-risk in 71.4%; both high and low-risk HPV were detected in 55.1% of the patients. Multiple HPV genotypes were detected in 64.8% of the patients; two genotypes in 23.8%, and three in 18.9%. CONCLUSION: HPV prevalence was high among HIV-infected women. Multiple HPV genotypes were common in samples from the uterine cervix of HIV-infected womenOBJETIVO: Detectar a frequência e os subtipos do HPV na cérvice uterina de mulheres infectadas pelo HIV. MÉTODOS: A amostra era composta por 288 mulheres infectadas pelo HIV, recrutadas do sistema público de saúde de cinco cidades de Minas Gerais, Brasil. As mulheres foram avaliadas de agosto de 2003 a agosto de 2008. Amostras cervicais foram coletadas para análise citológica e para detecção do HPV DNA, usando a reação em cadeia de polimerase (PCR. O HPV DNA foi classificado de acordo com seu potencial oncogênico em baixo risco (tipos 6,11 e alto risco (tipos 16, 18, 31, 33, 35. Foi realizada colposcopia, seguida de biópsia cervical, quando indicada. Variáveis categóricas foram comparadas usando o teste do quiquadrado, com nível de signific

  14. Mobilidade funcional em função da força muscular em mulheres idosas fisicamente ativas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    João Puerro Neto

    2015-10-01

    Full Text Available RESUMOIntrodução:São muitas as alterações que influenciam a mobilidade funcional em idosos, como alterações pos-turais, diminuição da força muscular e amplitude de movimento.Objetivo:Determinar o parâmetro mais adequado para a estimativa da mobilidade funcional, assim como o efeito da força muscular sobre a mobilidade funcional de pessoas idosas.Métodos:A amostra foi constituída por 41 mulheres saudáveis na faixa etária de 60 a 78 anos de idade, que foram submetidas ao teste Time up and go (TUG, que testa as habilidades de mobilidade básicas das pessoas idosas frágeis (tempo para levantar e se mover, escala de equilíbrio de Berg (EEB, teste de alcance funcional (FRT e teste de uma repetição máxima (1RM.Resultados:A análise de componente principal (PCA revelou que somente a escala de Berg apresentou eigenvalue (autovalor maior que um, explicando 59% da variância. Por outro lado, a força muscular foi preditora de mobilidade funcional somente quando o TUG foi analisado, sugerindo que 20% da mobilidade funcional pode ser explicada pela força muscular (R=-0,42[R2=0,20, β=-0,29 ± 0,12, p=0,023].Conclusão:Conclui-se que a EEB pareceu representar o procedimento mais adequado para a estimativa da mobilidade funcional. A força muscular foi preditora de mobilidade funcional somente quando o TUG foi analisado.

  15. Avaliação da Atividade Proliferativa no Epitélio Mamário Adjacente a Fibroadenoma em Mulheres Tratadas com Tamoxifeno

    OpenAIRE

    Juarez Antônio de Sousa; Maria Teresa Seixas; Geraldo Rodrigues de Lima; Edmund Chada Baracat; Luiz Henrique Gebrim

    2000-01-01

    Objetivo: estudar a atividade proliferativa do epitélio mamário normal adjacente a fibroadenoma em mulheres na fase lútea do ciclo menstrual, tratadas com tamoxifeno. Pacientes e Métodos: estudou-se por técnica imuno-histoquímica, com o uso do anticorpo monoclonal MIB-1, a atividade proliferativa no epitélio mamário adjacente a fibroadenoma. O estudo foi randomizado e duplo-cego. As 44 mulheres com fibroadenoma foram divididas em 3 grupos: A (n = 16; placebo), B (n = 15; tamoxifeno, 10 mg) e ...

  16. A construção da cidadania através da identidade socioprofissional das mulheres rurais que participam em programas de microfinanciamento

    OpenAIRE

    Esteban Martínez Dajui

    2006-01-01

    A tese analisa o processo de construção de cidadania através da (re)definição da identidade socioprofissional de mulheres rurais. Trata-se de mulheres envolvidas em atividades agropecuárias, agroindustriais e artesanais, que participam em dois programas de microfinanciamento – o Proyecto de Desarrollo Rural Integral Autosostenible (PDRIA), no México, e o Sistema de Cooperativa de Crédito com Integração Solidária (CRESOL), no Brasil – para o acesso aos instrumentos produtivos (crédito, capacit...

  17. Aborto provocado em mulheres da periferia da cidade de São Paulo: vivência e aspectos socioeconômicos

    OpenAIRE

    2013-01-01

    OBJETIVO: Comparar e analisar aspectos socioeconômicos e emocionais na vivência do aborto provocado e espontâneo em mulheres da periferia da cidade de São Paulo. MÉTODOS: Estudo prospectivo e caso-controle realizado no período de julho de 2008 a março de 2010, envolvendo a realização de entrevistas semidirigidas, previamente elaboradas com mulheres que apresentavam diagnóstico médico de aborto internadas em dois hospitais públicos da periferia da cidade de São Paulo. Foram incluídas 100 mulhe...

  18. A construção da cidadania através da identidade socioprofissional das mulheres rurais que participam em programas de microfinanciamento

    OpenAIRE

    Esteban Martínez Dajui

    2006-01-01

    A tese analisa o processo de construção de cidadania através da (re)definição da identidade socioprofissional de mulheres rurais. Trata-se de mulheres envolvidas em atividades agropecuárias, agroindustriais e artesanais, que participam em dois programas de microfinanciamento – o Proyecto de Desarrollo Rural Integral Autosostenible (PDRIA), no México, e o Sistema de Cooperativa de Crédito com Integração Solidária (CRESOL), no Brasil – para o acesso aos instrumentos produtivos (crédito, capacit...

  19. Drenagem linfática manual em mulheres submetidas à dermolipectomia de coxas após cirurgia bariátrica

    OpenAIRE

    2015-01-01

    Introdução: A drenagem linfática manual (DLM) tem se estabelecido como parte integrante nos tratamentos do edema linfático após cirurgias plásticas porém com poucas evidências. Objetivo: Avaliar o efeito da drenagem linfática em mulheres submetidas à dermolipectomia de coxas após cirurgia bariátrica. Médotos: Foram selecionadas 20 mulheres, com idade entre 20 e 60 anos, distribuídas aleatoriamente, em 02 grupos com 10 pacientes. As pacientes do grupo estudo realizaram 06 ...

  20. Effects of simvastatin in abdominal sepsis in rats Efeitos da sinvastatina na sepse abdominal em ratos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Luiz de Souza Neto

    2006-01-01

    Full Text Available PURPOSE: Statins are widely recognized as hypolipemic drugs, but some studies have observed anti-inflammatory and immunomodulatory effects, known as pleiotropic. The aims of this work was to study possible anti-inflammatory effects of simvastatin in abdominal sepsis. Serum pro-inflammatory cytokines and leukocytes count were determined in an experimental model of abdominal sepsis, using cecal ligation and puncture (CLP in rats. METHODS: Twenty eigth Wistar rats weighing 285±12g were randomly divided in: CLP/Sinvastatin rats (n=7, treated with 10 mg/Kg of oral simvastatin 18 and 2 hs berofe CLP; CLP/Saline group rats (n=7, treated with oral saline; group Sham/Simvastatin (n=7, treated with simvastatin, and group Sham/Saline (n=7, treated with saline. Serum TNF-alpha, IL-1beta and IL-6 by ELISA and total leukocytes, neutrophils, lymphocytes, and eosinophils were determined 24 hs after CLP. ANOVA and Tukey test were used considering significant pOBJETIVO: As estatinas são agentes reconhecidamente hipolipemiantes. Vários estudos têm revelado que eles têm ações pleiotrópicas, como antiinflamatória e imunomoduladora. Tentando-se entender o papel antiinflamatório da sinvastatina na sepse, foram analisados os níveis de citocinas pró-inflamatórias e contagem de leucócitos em modelo de sepse abdominal por ligadura e punção do ceco (LPC em ratos. MÉTODOS: Foram utilizados 28 ratos Wistar pesando 285±12g, assim divididos: grupo sepse (n=14, submetidos a LPC e grupo sham (n=14, submetidos a laparotomia e manipulação suave do ceco. No grupo LPC/sinvastatina (n=7 os ratos receberam 10mg/kg de sinvastatina via oral 18 e 2 horas antes da LPC e no grupo LPC/salina (n=7 os ratos receberam injeção oral de solução salina 0,9 %. Os animais dos grupos sham/sinvastatina (n=7 e sham/salina (n=7 receberam o mesmo tratamento. Dosagem de TNF-alfa, IL-1beta e IL-6 por ELISA e contagem de leucócitos totais, neutrófilos, linfócitos e eosin

  1. Programa Bolsa Família e o empoderamento das mulheres em Minas Gerais

    OpenAIRE

    Moreira, Nathalia Carvalho

    2010-01-01

    O empoderamento na perspectiva de gênero emergiu como um tema importante no campo das políticas públicas. Por isso, este trabalho teve como objetivo analisar as dimensões do empoderamento alcançadas pelas mulheres beneficiárias do Programa de Transferência de Renda, conhecido como “Programa Bolsa Família”, a percepção dos agentes sociais dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) sobre o empoderamento das mulheres, assim como o impacto da transferência de renda sobre o...

  2. Efeitos de um programa de fisioterapia aquática em mulheres com osteoporose

    OpenAIRE

    Guilherme de Paula Marinho Nonato

    2010-01-01

    A osteoporose vem sendo considerada a doença metabólica mais comum, atingindo cerca de um terço das mulheres na pós-menopausa, sendo responsável por um alto índice de morbidade e mortalidade. O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos de um programa de tratamento de fisioterapia aquática sobre o desempenho muscular e equilíbrio de mulheres com osteoporose. Foram selecionadas 40 voluntárias, com diagnóstico densitométrico de osteoporose; ao inicio e término do tratamento as voluntárias for...

  3. Conduta na lesão intraepitelial de alto grau em mulheres adultas

    OpenAIRE

    Pauliana Sousa Oliveira; Camila Cardoso Coelho; Elza Francinet Siqueira de Cerqueira; Flávia Verônica Ferreira Lopes; Minelli Salles Alves Fernandes; Denise Leite Maia Monteiro

    2011-01-01

    O câncer cervical é a segunda causa mais comum de câncer entre as mulheres no mundo, apesar de apresentar grande potencial de prevenção e cura quando diagnosticado e tratado precocemente, o que pode reduzir a taxa de mortalidade entre as acometidas. Como não há consenso entre as medidas terapêuticas nas lesões intraepiteliais escamosas cervicais de alto grau (HSIL), buscamos discutir a conduta frente às mulheres adultas que apresentam HSIL e o seguimento após o procedimento adotado. Foi reali...

  4. HIV em mulheres de meia-idade: fatores associados HIV in middle-aged women: associated factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Lúcia Ribeiro Valadares

    2010-01-01

    Full Text Available A infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV tem aumentado significativamente entre mulheres de meia-idade. Nesta revisão foi feito um levantamento de estudos recentes que buscam identificar possíveis fatores de risco associados à infecção pelo HIV em mulheres climatéricas. São abordados diversos fatores associados, como: sintomas climatéricos, mudança de comportamento do parceiro sexual frente a novos medicamentos, negociação sobre o uso de preservativos em relações sexuais, comportamento de risco para HIV, autoestima global e autoestima sexual, história pregressa de abuso sexual, uso de drogas, estereótipo da vida sexual na maturidade, uso de terapia antirretroviral e abordagem da função sexual.Human immunodeficiency virus (HIV infection has increased considerably among middle-aged women. In this work we reviewed recent studies aimed at identifying possible factors related to HIV infection in climacteric women. Several associated factors are considered, such as: climacteric symptoms, partner's change in sexual behavior in face of new drugs, negotiation for use of condoms in sexual intercourse, risk behavior for HIV, global self-esteem and sexual self-esteem, history of sexual abuse, use of drugs, stereotypes of sex life in maturity, use of antiretroviral therapy and approach to sexual function.

  5. Saúde e trabalho de mulheres profissionais de enfermagem em um hospital público de Salvador, Bahia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Estela Maria Leão de Aquino

    1993-12-01

    Full Text Available O trabalho de Enfermagem, desenvolvido essencialmente por mulheres, envolve numerosos fatores de risco para a saude. Apesar disso, no Brasil, os estudos sobre a saude desse grupo ocupacional praticamente inexistem. Este estudo transversal pretendeu diagnosticar as condic;:oes de saude e trabalho de enfermeiras e auxiliares de enfermagem em urn grande hospital publico. Foram realizadas entrevistas e medidas de peso, altura e pressao arterial no proprio local de trabalho, em 497 trabalhadoras. Especialmente nas auxiliares, foram encontradas altas prevahncias de problemas agudos (45%, e cronicos como dores de coluna (71%, varizes (57,5%,hipertensao arterial (24,9%, transtomos menta is (36,7%, obesidade (16%, problemas digestivos (34,5% e respiratorios (31 %. Ambos os grupos apresentam excessivas jornadas de trablho profissional. Contudo, as auxiliares sao duplamente penalizadas pelo acumulo de trabalho domestico, 0 que contribui para suas piores condições de saude.

  6. Saúde e trabalho de mulheres profissionais de enfermagem em um hospital público de Salvador, Bahia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Estela Maria Leão de Aquino

    Full Text Available O trabalho de Enfermagem, desenvolvido essencialmente por mulheres, envolve numerosos fatores de risco para a saude. Apesar disso, no Brasil, os estudos sobre a saude desse grupo ocupacional praticamente inexistem. Este estudo transversal pretendeu diagnosticar as condic;:oes de saude e trabalho de enfermeiras e auxiliares de enfermagem em urn grande hospital publico. Foram realizadas entrevistas e medidas de peso, altura e pressao arterial no proprio local de trabalho, em 497 trabalhadoras. Especialmente nas auxiliares, foram encontradas altas prevahncias de problemas agudos (45%, e cronicos como dores de coluna (71%, varizes (57,5%,hipertensao arterial (24,9%, transtomos menta is (36,7%, obesidade (16%, problemas digestivos (34,5% e respiratorios (31 %. Ambos os grupos apresentam excessivas jornadas de trablho profissional. Contudo, as auxiliares sao duplamente penalizadas pelo acumulo de trabalho domestico, 0 que contribui para suas piores condições de saude.

  7. Avaliação da cifose torácica em mulheres idosas portadoras de osteoporose por meio da biofotogrametria computadorizada Evaluation of thoracic kyphosis in older adult women with osteoporosis by means of computerized biophotogrammetry

    OpenAIRE

    ACC Rodrigues; CAP Romeiro; LJ Patrizzi

    2009-01-01

    OBJETIVOS: Mensurar e comparar o grau de cifose torácica em mulheres idosas portadoras e não portadoras de osteoporose na coluna por meio da biofotogrametria computadorizada. MÉTODOS: Foram avaliadas 12 mulheres com idade média de 68,5 anos (variação de 65 a 74 anos), divididas em dois grupos. O grupo 1, composto por seis mulheres com diagnóstico densitométrico de osteoporose na coluna (DP: -2,70 a -4,97) e o grupo 2, composto por seis mulheres com diagnóstico densitométrico de osteopenia na ...

  8. Fatores associados à persistência à terapia hormonal em mulheres com câncer de mama

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cláudia Brito

    2014-04-01

    Full Text Available OBJETIVO Analisar os fatores associados à persistência à hormonioterapia para câncer de mama visando à melhoria da qualidade do cuidado prestado. MÉTODOS Estudo longitudinal a partir de dados secundários. Foi analisada uma coorte de 5.861 mulheres com câncer de mama registradas em diferentes bancos de dados do Instituto Nacional de Câncer e do Sistema Único de Saúde. Todas as pacientes foram tratadas nesse hospital, que dispensa a medicação gratuitamente, e o período de seguimento foi de janeiro de 2004 a outubro de 2010. Variáveis sociodemográficas, comportamentais, clínicas, de estilos de vida e de aspectos do serviço de saúde integraram-se à análise para testar associação com a persistência ao tratamento hormonal, pelo método de Kaplan-Meier e Riscos Proporcionais de Cox. RESULTADOS A persistência geral à hormonioterapia foi de 79,0% ao final do primeiro ano e 31,0% em cinco anos de tratamento. O risco de descontinuidade à hormonioterapia mostrou-se maior entre mulheres com idade inferior a 35 anos, com estadiamento mais grave (III e IV, usuárias de álcool, que realizaram quimioterapia, e para cada hospitalização, cada exame e cada mês, entre o diagnóstico e o início do tratamento adicional. Na direção oposta, o risco de descontinuidade mostrou-se menor entre as mulheres com nível médio e superior de escolaridade, com companheiro, com história familiar de câncer, submetidas à cirurgia e que tiveram consultas com mastologista e com oncologista clínico. CONCLUSÕES Das mulheres com câncer de mama, 69,0% não persistiram ao término de cinco anos do tratamento hormonal, aumentando o risco de uma resposta clínica inadequada. Os resultados mostram aspectos do cuidado que podem conduzir a melhores respostas ao tratamento.

  9. Idade de ocorrência da menopausa natural em mulheres brasileiras: resultados de um inquérito populacional domiciliar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Orcesi Pedro

    Full Text Available Realizou-se um estudo descritivo e exploratório de corte transversal, de base populacional, com o objetivo de estudar a idade à menopausa e seus fatores associados e características sócio-culturais, demográficas e econômicas em mulheres climatéricas, residentes no Município de Campinas, Estado de São Paulo. Selecionaram-se, através de amostragem por conglomerados, 456 mulheres, na faixa etária de 45-60 anos de idade. Os dados foram coletados através de entrevistas domiciliares, com um questionário estruturado e pré-testado. O questionário foi o resultado da adaptação, feita pelos autores, de questionários fornecidos pela Fundação Internacional de Saúde/Sociedade Internacional de Menopausa e pela Sociedade Norte-Americana de Menopausa. Para análise dos dados, foi utilizada a curva de sobrevivência pelo método de Tabela de Vida para estimar a taxa acumulada de mulheres na menopausa natural, e para determinar os fatores associados à idade da menopausa foi utilizada a análise de regressão logística de Cox. A média etária da ocorrência da menopausa natural foi de 51,2 anos. Não houve associação entre os fatores estudados com a idade à menopausa natural.

  10. Idade de ocorrência da menopausa natural em mulheres brasileiras: resultados de um inquérito populacional domiciliar

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pedro Adriana Orcesi

    2003-01-01

    Full Text Available Realizou-se um estudo descritivo e exploratório de corte transversal, de base populacional, com o objetivo de estudar a idade à menopausa e seus fatores associados e características sócio-culturais, demográficas e econômicas em mulheres climatéricas, residentes no Município de Campinas, Estado de São Paulo. Selecionaram-se, através de amostragem por conglomerados, 456 mulheres, na faixa etária de 45-60 anos de idade. Os dados foram coletados através de entrevistas domiciliares, com um questionário estruturado e pré-testado. O questionário foi o resultado da adaptação, feita pelos autores, de questionários fornecidos pela Fundação Internacional de Saúde/Sociedade Internacional de Menopausa e pela Sociedade Norte-Americana de Menopausa. Para análise dos dados, foi utilizada a curva de sobrevivência pelo método de Tabela de Vida para estimar a taxa acumulada de mulheres na menopausa natural, e para determinar os fatores associados à idade da menopausa foi utilizada a análise de regressão logística de Cox. A média etária da ocorrência da menopausa natural foi de 51,2 anos. Não houve associação entre os fatores estudados com a idade à menopausa natural.

  11. Mulheres em situação de violência pelo parceiro íntimo: tomada de decisão por apoio institucional especializado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leônidas de Albuquerque Netto

    Full Text Available RESUMO Objetivo Propõe-se analisar fatores envolvidos na tomada de decisão de mulheres em situação de violência interpessoal, praticada pelo parceiro íntimo, na busca por apoio institucional de referência. Métodos Pesquisa qualitativa, descritiva e exploratória. Dezesseis mulheres foram entrevistadas, entre junho e setembro de 2012, em um Centro de Referência à Mulher de Duque de Caxias, Rio de Janeiro, Brasil, por meio de instrumento semiestruturado e individual. Os relatos foram analisados pelo método do Discurso do Sujeito Coletivo. Resultados As mulheres buscaram suporte psicossocial quando a violência interpessoal alcançou o limite da tolerância. Este suporte possibilitou o resgate da autoestima e da confiança, além da tomada de consciência para a necessidade de mudança de vida e de autonomia econômica. Conclusões As mulheres alcançaram sua autoconfiança com a superação da violência, o que possibilitou o resgate da autoestima e a tomada de decisão para a saída da situação de violência interpessoal praticada pelo parceiro íntimo.

  12. Aborto provocado e violência doméstica entre mulheres atendidas em uma maternidade pública de Salvador-BA

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Normélia Maria Freire Diniz

    2011-12-01

    Full Text Available Estudo quantitativo, com o objetivo de estudar a violência doméstica em mulheres em situação de aborto provocado. Foram entrevistas 147 mulheres internadas por aborto provocado numa maternidade pública, na cidade de Salvador-BA. Os sujeitos foram, na maioria, mulheres jovens, negras, com baixa escolaridade, dependentes economicamente dos cônjuges, que vivenciam violência psicológica, física e sexual cometida pelos cônjuges. Quase metade das mulheres vivenciou violência doméstica durante a gravidez atual, sendo este o motivo do aborto para 67% delas. Conclui-se que existe uma associação entre a vivência de violência doméstica e o aborto provocado. Isso repercute na saúde mental das mulheres, que desenvolvem sintomas do transtorno de estresse pós-traumático. Necessita-se, portanto, de um olhar por parte dos profissionais de saúde de modo a identificar a violência doméstica enquanto agravo e associá-la ao aborto provocado, o que requer transformação no modelo de formação, incorporando a violência doméstica como objeto da saúde.

  13. Prevalência de isquemia miocárdica na cintilografia em mulheres nos períodos pré/pós-menopausa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniel Augusto Message dos Santos

    2013-12-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: No período pós-menopausa, a presença dos fatores de risco para doença arterial coronária (DAC aumentam. Entretanto, não é bem estabelecida a diferença de prevalência de isquemia miocárdica em mulheres pré/pós-menopausa com múltiplos fatores de risco para DAC. OBJETIVO: Comparar a prevalência de isquemia na cintilografia de perfusão miocárdica com sestamibi-99mTc (CPM em mulheres nos períodos pré/pós-menopausa e avaliar se a menopausa pode ser considerada fator preditor de risco independente para isquemia em mulheres com múltiplos fatores de risco para DAC. MÉTODOS: Analisamos, retrospectivamente, 500 CPM de mulheres pré/pós-menopausa, com múltiplos fatores de risco cardiovascular. A análise estatística foi realizada por teste exato de Fisher e pelas análises univariada e multivariada, sendo considerado significativo o valor de p < 0,05. RESULTADOS: Do total, 55,9% das mulheres estavam no período pós-menopausa, 83,3% eram hipertensas, 28,9% diabéticas, 61,2% dislipidêmicas, 32,1% tabagistas, 25% obesas e 34,3% já apresentavam DAC conhecida. No grupo pós-menopausa, as mulheres eram mais hipertensas, diabéticas e dislipidêmicas, e tiveram menor capacidade funcional no teste ergométrico (p = < 0,005. Não houve diferença estatística significativa na presença de isquemia na CPM entre os grupos pré/pósmenopausa (p = 0,395. A única variável associada à isquemia na CPM foi a presença de DAC prévia (p = 0,004. CONCLUSÃO: Os resultados obtidos sugerem que, em mulheres com múltiplos fatores de risco para DAC, a menopausa não foi fator preditor independente de isquemia na CPM. Essas informações reforçam a ideia de que a investigação de isquemia pela CPM em mulheres com múltiplos fatores de risco para DAC talvez deva iniciar antes da menopausa.

  14. Diagnóstico molecular de HPV em amostras cérvicovaginais de mulheres que realizam o papanicolaou

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edilaine Leimann Kenne

    2014-12-01

    Full Text Available A infecção pelo Papilomavírus Humano (HPV representa um importante problema de saúde pública por sua alta transmissibilidade e atuar no desenvolvimento de lesões cérvico-vaginais e câncer do colo de útero. Objetivo: realizar a pesquisa molecular do vírus HPV em amostras cérvico-vaginais de mulheres que realizam a coleta de papanicolau ou pelo Serviço Integrado de Saúde da Universidade de Santa Cruz do Sul e pelo Centro Materno Infantil no município de Santa Cruz do Sul-RS. Método: foi realizado um estudo transversal no período entre março a junho de 2014. O estudo baseou-se na coleta de dados clínicos epidemiológicos e na análise de amostras cérvico-vaginais de 62 mulheres, através da Reação em Cadeia da Polimerase (PCR para presença do HPV, utilizando os primers consenso MY09/MY11; para a detecção dos genótipos 16 e 18, foram utilizados primers específicos. Resultados: o DNA-HPV foi encontrado em 2 mulheres participantes do estudo (3,2%. Destes casos positivos para HPV, uma participante apresentou HPV 16 de alto risco oncogênico, com alteração intra-epitelial de alto grau no exame citológico. Considerações finais: com o método molecular foi possível identificar o vírus HPV e o subtipo 16. Os métodos moleculares servem para auxiliar o método tradicional do papanicolau, identificar lesões pré-neoplásicas, infecções latentes ou subclínicas e relacionar o tipo viral envolvido na infecção.

  15. Mulheres em situação de abortamento: estudo de caso Women in abortion situation: a case study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Georgia Bianca Martins Bertolani

    2010-06-01

    Full Text Available Este trabalho pretende, por meio da abordagem qualitativa e a partir de estudo de caso, analisar as narrativas de 19 mulheres em situação de abortamento, que foram atendidas no Hospital da Universidade Federal do Espírito Santo (Hucam do município de Vitória. A coleta dos dados foi realizada com o uso de técnicas de observação participante, entrevista com roteiro semiestruturado, registro em diário de campo e análise de prontuário. Os dados se apresentam a partir da construção de narrativas, segundo o modelo proposto por Bourdieu (2003; a análise das entrevistas gravadas seguiu a orientação de Pope e colaboradores (2006, com a consequente construção de categorias empíricas emergentes das narrativas. As categorias emergentes das narrativas das mulheres foram divididas em quatro: as experiências reprodutivas; como as mulheres perceberam-se grávidas; a experiência do abortamento; e o atendimento nos serviços de saúde. Os resultados demonstraram que a assistência não contempla suas necessidades de saúde, nem respeita seus direitos reprodutivos. Elas caracterizam o atendimento como ruim, ineficiente, preconceituoso, independentemente de terem provocado ou não o abortamento.This research intends to analyze, through a qualitative approach and a case study, the narratives of 19 women in abortion situation, who were assisted in the HUCAM (Hospital of the Federal University of the city of Vitoria, state of Espírito Santo. The data collection was made through participative observation techniques, semi-structured interviews, registrations on a field notebook and analysis of the women's medical records. The data were presented through the construction of narratives, following the model proposed by Bourdieu (2003; the analysis of the recorded interviews followed the orientation of Pope et al. (2006, with the construction of empiric categories that emerged from the narratives. Four categories emerged from the women's narratives

  16. MULHERES EXECUTIVAS BRASILEIRAS: O TETO DE VIDRO EM QUESTÃO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carolina Mota

    2015-07-01

    Full Text Available O objetivo deste artigo é discutir o fenômeno teto de vidro nas organizações brasileiras. Fenômeno que dificulta a ascensão de mulheres aos cargos de comando das empresas. Trata-se de uma pesquisa qualitativa descritiva com 47 executivas que conseguiram chegar aos três níveis mais altos das grandes organizações situadas no Brasil. Os resultados confirmam a literatura quanto ao fenômeno teto de vidro, apesar de que na perspectiva delas as barreiras “mesmo existentes” não impedem o crescimento. Entretanto, se verificarmos os números fica a impressão que elas estão suavizando a situação, pois apenas 23% das executivas brasileiras de nível estratégico são mulheres.

  17. Carnaval em Porto Alegre: mulheres, entrudo, perseguição e repressão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Caroline P. Leal

    2008-12-01

    Full Text Available O presente artigo tem como objetivo analisar oressurgimento da brincadeira do entrudo nocarnaval da capital da Província do Rio Grande,a partir da década de setenta do século XIX. Farse-á uma breve exposição do que era o entrudo,como este chegou ao Brasil e a Porto Alegre ecomo era brincado. Abordaremos o renascer dojogo (levado a cabo pelas mãos de uma mulhere as séries de polêmicas que isto promoveu noseio da sociedade e da imprensa porto-alegrense:desde os limites da brincadeira, os motivospelos quais ele era condenado, especialmenteos que eram relacionados às mulheres, até questõesde cunho político, social e de costumes.

  18. Fatores socioesportivos associados à síndrome da dor patelofemoral em mulheres jovens

    OpenAIRE

    Colares Junior, Rui

    2005-01-01

    Verificar o perfil sócio-esportivo, endócrino-metabólico e ortopédico de mulheres jovens portadoras de síndrome da dor patelofemoral (SDPF) comparando-o com o de mulheres jovens sem SDPF, buscando identificar possíveis fatores associados a SDPF dentre hábitos sociais, prática de atividade física, antecedentes pessoais e familiares de risco para doenças metabólicas; parâmetros antropométricos e ortopédicos, e composição corporal. Estudo de abordagem quantitativa, analítico transversal, conduzi...

  19. Vivência da obesidade e do emagrecimento em mulheres submetidas à cirurgia bariátrica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carlos Alberto Domingues do Nascimento

    2013-06-01

    Full Text Available O presente estudo objetivou investigar em mulheres submetidas à cirurgia bariátrica os aspectos psicológicos relacionados à sua condição de obesa e ao seu emagrecimento. O método utilizado foi o descritivoexploratório, de abordagem qualitativa. Os dados permitiram, inicialmente, constatar que a obesidade, além de comprometer a saúde física, restringe a vida afetiva e social, pois impõe um autoconceito negativo e inibidor dos vínculos interpessoais. Com o processo de emagrecimento após a cirurgia, observa-se uma acentuada melhora das condições físicas e emocionais, as quais influenciam e são influenciadas pela reformulação positiva do autoconceito. Todavia, o emagrecimento tanto pode acarretar demandas estéticas irrealizáveis como certas vivências de despersonalização, as quais favorecem a desadaptação emocional ou a ocorrência de transtornos psíquicos. Pelas mudanças identitárias que acarreta, a cirurgia exige, preventivamente, o acompanhamento e o apoio psicológico às mulheres que a realizam.

  20. Atividade física na vida diária e densidade mineral óssea em mulheres idosas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Carrasco

    2015-02-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: o rápido envelhecimento da população contemporânea tem influenciado no desenvolvimento de estratégias para a prevenção da osteoporose em idosos. A atividade física diária é vista como uma possível estratégia para aumentar a massa óssea e ajudar a prevenir a perda óssea em pessoas idosas. No entanto, é essencial saber a quantidade mínima ou a intensidade adequada de atividade física que produza o aumento da massa óssea em mulheres idosas.OBJETIVO: analisar, durante uma semana, a relação entre a quantidade e a intensidade da atividade física diária com a densidade mineral óssea (DMO da mão, por meio da quantificação de atividade física diária em idosas.MÉTODOS: a amostra do estudo foi composta por 24 mulheres (idade 66-78 anos, que realizaram atividade física, durante 7 dias, com um gravador da aceleração dos movimentos do corpo em seu pulso, para uma quantificação individual da atividade física. Para medir a densidade mineral óssea da mão direita foi utilizada a técnica de dupla absorção de raios-X (DXA.RESULTADOS: uma relação significativa entre a prática semanal e o T-score (r = 0,99 e a prática semanal horizontal e o T-score (r = 0,99 foi encontrada no osso normal e no grupo ósseo com osteoporose, respectivamente. A relação entre T-score e a quantidade de atividade física não era clara em ambos os grupos.CONCLUSÃO: na amostra analisada, foi encontrada uma associação positiva entre a maior qualidade do osso da mão e a intensidade mais elevada de atividade física. A combinação de absorciometria acelerometria e de raios-X na mão obteve resultados semelhantes ao encontrados com outros métodos menos acessíveis.

  1. Uso de métodos contraceptivos entre mulheres com vida sexual ativa em São Leopoldo, Rio Grande do Sul, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carreno Ioná

    2006-01-01

    Full Text Available Foi realizado um estudo transversal de base populacional em São Leopoldo, Rio Grande do Sul, Brasil, com objetivo de analisar o uso de métodos contraceptivos. A amostra envolveu 867 mulheres de 20 a 60 anos com vida sexual ativa. Entre as mulheres que referiram atividade sexual, 627 (61,1% referiram utilizar algum método contraceptivo. Entre as mulheres de 20 a 49 anos, 48,8% referiram utilizar anticoncepcionais orais; 18,7%, ligadura tubária; 17,3%, preservativos masculinos; e 7,3%, dispositivo intra-uterino. Entre as 186 mulheres de 50 a 60 anos que referiram vida sexual ativa, o método mais prevalente foi a ligadura tubária com 79,6%. Foi observada uma modificação de efeito em relação à prevalência de anticoncepcionais orais, idade e escolaridade, evidenciando uma menor prevalência nas mulheres de 20 a 29 anos e com baixa escolaridade. Assim, os achados da análise em São Leopoldo apontam para uma diversidade na prevalência do uso de métodos contraceptivos, inclusive não fazendo distinção na ocorrência de laqueadura tubária de acordo com variáveis sócio-econômicas, mas ainda revelam a necessidade de propiciar-se escolhas tecnicamente mais adequadas às mulheres mais jovens e com baixa escolaridade.

  2. Uso de métodos contraceptivos entre mulheres com vida sexual ativa em São Leopoldo, Rio Grande do Sul, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ioná Carreno

    Full Text Available Foi realizado um estudo transversal de base populacional em São Leopoldo, Rio Grande do Sul, Brasil, com objetivo de analisar o uso de métodos contraceptivos. A amostra envolveu 867 mulheres de 20 a 60 anos com vida sexual ativa. Entre as mulheres que referiram atividade sexual, 627 (61,1% referiram utilizar algum método contraceptivo. Entre as mulheres de 20 a 49 anos, 48,8% referiram utilizar anticoncepcionais orais; 18,7%, ligadura tubária; 17,3%, preservativos masculinos; e 7,3%, dispositivo intra-uterino. Entre as 186 mulheres de 50 a 60 anos que referiram vida sexual ativa, o método mais prevalente foi a ligadura tubária com 79,6%. Foi observada uma modificação de efeito em relação à prevalência de anticoncepcionais orais, idade e escolaridade, evidenciando uma menor prevalência nas mulheres de 20 a 29 anos e com baixa escolaridade. Assim, os achados da análise em São Leopoldo apontam para uma diversidade na prevalência do uso de métodos contraceptivos, inclusive não fazendo distinção na ocorrência de laqueadura tubária de acordo com variáveis sócio-econômicas, mas ainda revelam a necessidade de propiciar-se escolhas tecnicamente mais adequadas às mulheres mais jovens e com baixa escolaridade.

  3. TAXA DE DESENVOLVIMENTO DE FORÇA E ATIVAÇÃO NEURAL EM MULHERES PÓS-MENOPAUSADAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Piettra Moura Galvão Pereira

    Full Text Available RESUMO Introdução: O envelhecimento associa-se à redução da velocidade de contração e ativação das fibras musculares, influenciando a aptidão física e o desempenho funcional. Objetivo: Verificar o comportamento da taxa de desenvolvimento de força (TDF e ativação neural em mulheres pós-menopausadas. Métodos: Vinte e quatro mulheres pós-menopausadas (63,2 ± 5,6 anos; 154,5 ± 7,3 cm e 64,7 ± 7,6 kg, funcionalmente independentes e fisicamente ativas, foram submetidas simultaneamente, à mensuração da força isométrica máxima e dos sinais eletromiográficos (EMG dos seguintes músculos: vasto lateral (VL, reto femoral (RF e vasto medial (VM, durante uma extensão unilateral do joelho do membro dominante. Tais resultados foram utilizados para calcular a TDF, o impulso contrátil, em intervalos de 20 ms nos primeiros 200 ms da contração muscular pelo uso da curva força/tempo, a taxa de ativação EMG (TAE e a amplitude média EMG, em intervalos de 40 a 80 ms do início da integração EMG pelo uso da curva EMG/tempo. Resultados: Os valores da força variaram entre 29,19 a 86,04 N.m; a TDF variou de 1459,42 N.m.s-1 para 430,21 N.m.s-1 em 20 ms e 200 ms respectivamente, apontando valores decrescentes com o tempo; para o impulso foram observados valores entre 0,65 a 11,07 N.m.s; na mesma direção da TDF, a TAE apresentou valores decrescentes para o VL (1676,08 a 844,41 µVs-1, para o RF (1320,88 a 637,59 µVs-1 e para o VM (1747,63 a 914,09 µVs-1 em 20 e 200 ms, enquanto a amplitude EMG média teve valores de 33,77 a 50,32 µV para o VL, de 24,93 a 38,07 µV para o RF e de 37,07 a 54,78 µV para o VM em 40 ms e 80 ms, respectivamente. Conclusão: Em mulheres pós-menopausadas, a velocidade de aumento, a manutenção da força e a ativação EMG não são suficientes para manter TDF e TAE crescentes, demonstrando um possível risco de incapacidades funcionais e ocorrência de quedas.

  4. A permanência de mulheres em situações de violência: considerações de psicólogas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Madge Porto

    Full Text Available O objetivo desse artigo é identificar o que pensam psicólogas que atendem ou atenderam mulheres em situação de violência doméstica/conjugal, e as motivações para a permanência de algumas delas nessas situações. A proposta metodológica é um estudo qualitativo, utilizando-se entrevistas semiestruturadas e análise de conteúdo. Os resultados apontam como motivação para as mulheres permanecerem em situação de violência: a força do patriarcado; as marcas identitárias do amor romântico e os ganhos secundários das mulheres na experiência vivida. Esses resultados confirmam em parte estudos anteriores, porém, algo novo se destaca. Ao contrário do que apresentam alguns estudos, as psicólogas consideram a determinação sociocultural do fenômeno da violência contra as mulheres na construção do sofrimento psíquico e da intervenção proposta.

  5. Distribuição dos casos de AIDS em mulheres no Rio de Janeiro, de 1982 a 1997: uma análise espacial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tomazelli Jeane

    2003-01-01

    Full Text Available A epidemia de AIDS vem crescendo e atingindo de forma diferenciada os diversos grupos populacionais. Sua dinâmica dentro das cidades também vem mostrando-se distinta segundo as características de cada região. Diferenciais internos das cidades vêm sendo relacionados a modos principais de propagação. Este trabalho analisa a epidemia de AIDS em mulheres no Município do Rio de Janeiro, usando o referencial espacial. Observa-se o crescimento da epidemia da AIDS entre mulheres atingindo mais intensamente regiões das Zonas Norte e Oeste. A epidemia neste grupo compõe uma "subepidemia" na medida em que possui características clínicas, de acesso ao serviço e de conhecimento de riscos diferentes. Destaca-se a elevada proporção na categoria de transmissão ignorada dentre as mulheres, evidenciando um desconhecimento de sua situação de risco. Alta proporção de escolaridade ignorada, reforça a implicação do sistema de investigação sobre a qualidade da informação em mulheres.

  6. Distribuição dos casos de AIDS em mulheres no Rio de Janeiro, de 1982 a 1997: uma análise espacial

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jeane Tomazelli

    2003-08-01

    Full Text Available A epidemia de AIDS vem crescendo e atingindo de forma diferenciada os diversos grupos populacionais. Sua dinâmica dentro das cidades também vem mostrando-se distinta segundo as características de cada região. Diferenciais internos das cidades vêm sendo relacionados a modos principais de propagação. Este trabalho analisa a epidemia de AIDS em mulheres no Município do Rio de Janeiro, usando o referencial espacial. Observa-se o crescimento da epidemia da AIDS entre mulheres atingindo mais intensamente regiões das Zonas Norte e Oeste. A epidemia neste grupo compõe uma "subepidemia" na medida em que possui características clínicas, de acesso ao serviço e de conhecimento de riscos diferentes. Destaca-se a elevada proporção na categoria de transmissão ignorada dentre as mulheres, evidenciando um desconhecimento de sua situação de risco. Alta proporção de escolaridade ignorada, reforça a implicação do sistema de investigação sobre a qualidade da informação em mulheres.

  7. Mulher, sexualidade e reprodução : representações do corpo em uma vila de classes populares em Porto Alegre

    OpenAIRE

    Ceres Gomes Victora

    1991-01-01

    Mulher, Sexualidade e Reprodução é um trabalho etnográfico que analisa as práticas e representações femininas a respeito do corpo, da sexualidade e da reprodução a partir do contexto social de produção de sentido destas práticas, ou seja, o contexto das relações de gênero e das rela96es familiares, em um universo de Classes populares・ Trabalhando simultaneamente com dados empíricos e com teoria, esta pesquisa discute a questão dos métodos contraceptivos e de sua adequação, tendo em vista as n...

  8. Padrões alimentares de mulheres no climatério em atendimento ambulatorial no Sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maichelei Hoffmann

    2015-05-01

    Full Text Available Objetivo: Identificar os padrões alimentares e sua relação com o estado menopáusico.Métodos: Estudo transversal com 646 mulheres em atendimento ambulatorial no Sul do Brasil. O consumo alimentar foi avaliado por questionário de frequência e cinco padrões alimentares foram identificados através da análise de componentes principais. O estado menopáusico foi classificado em pré-menopausa, perimenopausa e pós-menopausa.Resultados: Identificaram-se cinco padrões alimentares: frutas e verduras, brasileiro (arroz, feijão e leite, lanches (bolo, xis, pizza, cuca, prudente (peixe, suco natural, pão integral e sopa de legumes e regional (alimentos típicos na serra gaúcha como carnes vermelhas, aipim e massas. Após ajuste para características sociodemográficas, não verificou-se associação significativa entre o estado menopáusico e os padrões alimentares. Apenas idade, escolaridade e renda mostraram-se associadas com padrões alimentares.Conclusão: Foram identificados cinco padrões alimentares que descreveram o consumo alimentar da população estudada, sendo estes semelhantes ao indicado como ideal para a população brasileira. Nossos achados indicam que o padrão alimentar das mulheres no climatério possui influência significativa da idade, escolaridade e renda e que não sofre influência do estado menopáusico.

  9. Qualidade de vida de mulheres tratadas de câncer de mama em uma cidade do nordeste do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karla Barros Bezerra

    2013-07-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi avaliar a qualidade de vida de mulheres tratadas cirurgicamente de câncer de mama no Hospital de Referência Estadual em Oncologia de São Luís (MA. A qualidade de vida foi avaliada pelo Functional Assessment of Cancer Therapy-Breast (FACT-B. As variáveis foram expressas em média e desvio padrão; e a análise estatística constou da Anova ou Kruskal Wallis e Teste t de Student ou Mann-Whitney. O nível de significância foi α < 5%. Na estatística foram usados o Stata 9.0 e o BioEstat 5.0. Participaram 197 mulheres com idade média de 53,0 ± 11,7 anos. Os valores médios do FACT-B demonstraram tendência para boa qualidade de vida, sendo o domínio Emocional o mais comprometido e a Subescala Câncer a mais favorável. O tipo de cirurgia influenciou os domínios Social, Emocional e Subescala câncer do questionário. A cirurgia não conservadora apresentou piores níveis de qualidade de vida. Viu-se relação estatística significante entre o tempo de cirurgia e os domínios Físico, Emocional e Funcional, bem como entre tempo de cirurgia e os escores do FACT-B. O tratamento adjuvante influenciou todos os domínios do FACT-B. A qualidade de vida encontrada foi relativamente boa, mas influenciada negativamente pela cirurgia não conservadora, pelo menor tempo desde a cirurgia e pelas terapias adjuvantes.

  10. Intervenções obstétricas durante o trabalho de parto e parto em mulheres brasileiras de risco habitual

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria do Carmo Leal

    2014-08-01

    Full Text Available Este artigo avaliou o uso das boas práticas (alimentação, deambulação, uso de métodos não farmacológicos para alívio da dor e de partograma e de intervenções obstétricas na assistência ao trabalho de parto e parto de mulheres de risco obstétrico habitual. Foram utilizados dados da pesquisa Nascer no Brasil, estudo de base hospitalar realizada em 2011/2012, com entrevistas de 23.894 mulheres. As boas práticas durante o trabalho de parto ocorreram em menos de 50% das mulheres, sendo menos frequentes nas regiões Norte, Nordeste e Centro-oeste. O uso de ocitocina e amniotomia foi de 40%, sendo maior no setor público e nas mulheres com menor escolaridade. A manobra de Kristeller, episiotomia e litotomia foram utilizada, em 37%, 56% e 92% das mulheres, respectivamente. A cesariana foi menos frequente nas usuárias do setor público, não brancas, com menor escolaridade e multíparas. Para melhorar a saúde de mães e crianças e promover a qualidade de vida, o Sistema Único de Saúde (SUS e, sobretudo o setor privado, necessitam mudar o modelo de atenção obstétrica promovendo um cuidado baseado em evidências científicas.

  11. Rastreamento anterior para câncer de colo uterino em mulheres com alterações citológicas ou histológicas

    OpenAIRE

    C Rama; Roteli-Martins, C; Derchain, S; A. Longatto-Filho; Gontijo, R; SARIAN, L; Syrjanen, K; Ching, T.; ALDRIGHI, J

    2008-01-01

    OBJETIVO: Analisar a história de rastreamento citológico anterior em mulheres que apresentaram alterações citológicas e confirmação histológica para câncer cervical. MÉTODOS: Estudo transversal com 5.485 mulheres (15-65 anos) que se submeteram a rastreamento para o câncer cervical entre fevereiro de 2002 a março de 2003, em São Paulo e Campinas, SP. Aplicou-se questionário comportamental e foi feita a coleta da citologia oncológica convencional ou em base líquida. Para as participantes com al...

  12. Resultados das técnicas de reprodução assistida em mulheres doadoras de oócitos no ciclo de tratamento

    OpenAIRE

    Cavalcante,Edvaldo; Juliano,Yara; Pereira,Dirceu Mendes; Catafesta,Edir; Shimabukuro,Litsuko; Cury,Maria Cristina Faria da Silva; Cavagna, Mario

    2005-01-01

    OBJETIVO: comparar os resultados de ciclos de reprodução assistida em mulheres doadoras de oócitos no ciclo de tratamento com o de mulheres não doadoras. MÉTODOS: foram avaliadas, retrospectivamente, as taxas de gravidez, implantação e abortamento de 50 pacientes que doaram oócitos durante o ciclo de reprodução assistida (grupo de doadoras) e de 50 pacientes que não doaram oócitos (grupo de não-doadoras), em clínica privada de reprodução assistida em São Paulo, entre os anos de 2001 e 2003. O...

  13. Sofrimento psíquico de mulheres em fase de climatério usuárias da estratégia saúde da família em Teresina-PI

    OpenAIRE

    Cavalcante, Ana Celia Sousa

    2007-01-01

    O climatério é uma fase que pode ser vivenciada com sofrimento, dependendo da sensibilidade individual ou perfil psicológico e capacidade de adaptação às mudanças provocadas pelas alterações hormonais. O presente estudo tem como objetivos compreender o sofrimento psíquico de mulheres na fase do climatério as quais estiveram sob os cuidados realizados pela equipe Saúde da Família em Teresina PI; compreender a vivência da fase do climatério por mulheres usuárias de uma USF, em seus aspectos e...

  14. O uso prolongado de benzodiazepínicos em mulheres de um centro de convivência para idosos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gisele Huf

    Full Text Available Apesar das recomendações contra o uso prolongado de benzodiazepínicos em idosos, as pesquisas indicam que o uso desses medicamentos aumenta com a idade. O padrão de uso de benzodiazepínicos e os fatores associados ao uso prolongado destes foram examinados com base em um questionário padronizado, aplicado a 634 mulheres com mais de sessenta anos, participantes de um centro de convivência para idosos no Rio de Janeiro, entre maio de 1992 e dezembro de 1995. A prevalência de uso de benzodiazepínicos na última quinzena foi estimada em 21,3% (IC 95% 18,1-24,5, e a prevalência de uso diário por 12 meses ou mais em 7,4% (IC 95% 5,4-9,4. Em uma análise multivariada, o número de medicamentos consumidos mostrou uma associação importante e progressiva com o uso prolongado de benzodiazepínicos, com OR = 2,77 (IC 95% 1,17-6,57 para aquelas que consomem entre quatro a seis medicamentos e OR = 7,62 (IC 95% 3,18-18,26 para aquelas que consomem mais de sete medicamentos. Queixas de insônia (OR = 8,87 IC 95% 2,53-31,06 e cefaléia (OR = 3,53 IC 95% 1,82-6,89 também estiveram fortemente associadas a este padrão de uso.

  15. Consumo abusivo de álcool em mulheres Consumo excesivo de alcohol entre las mujeres Heavy alcohol consumption among women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Graciele Cadahaiane de Oliveira

    2012-06-01

    Full Text Available Este estudo descritivo, exploratório, objetivou caracterizar as mulheres atendidas em um Hospital de Ensino do Noroeste do Paraná, por abuso de álcool, nos anos de 1999 a 2008, segundo variáveis sociodemográficas e dados da intoxicação. Dos 823 atendimentos, a faixa etária mais frequente foi dos 20 aos 49 anos (58,32%. 13 (1,58% mulheres estavam grávidas; 12,5% apresentavam de 9 a 12 anos de estudo. Os destilados foram a principal bebida utilizada, e a ingestão foi mais prevalente no período noturno. Cerca de 156 (18,96% mulheres necessitaram de internamento hospitalar. Evasão hospitalar foi observada em 8,5% dos casos. Conclui-se que a população feminina representa um subgrupo da população suscetível ao abuso do álcool, e, com o perfil descrito neste estudo, foi possível descrever as áreas de impacto na saúde da mulher, possibilitando a implementação de medidas preventivas para diminuir a ocorrência, as complicações e a reincidência nessa população.Este estudio descriptivo, exploratorio tiene por objetivo caracterizar las mujeres que acuden a Hospital Universitario de Paraná en el Noroeste, por abuso de alcohol en los años de 1999 a 2008, según los datos sociodemográficos de la intoxicación y se asocia con trauma y violencia. De los 823 atendimentos la faja de edad más frecuente fue de los 20 a los 49 años (58,32%. 13 (1,58% mujeres estaban embarazadas; 12,5% presentaban de 9 a 12 años de escolaridad.. fonéticamente Los destilados fueron la bebida principal y más prevalente en la noche. Cerca de 156 (18,96% mujeres requirieron hospitalización. La evasión hospitalaria se observó en el 8,5% de los casos. Se concluye que la población femenina representa un subgrupo de la población susceptible al abuso del alcohol y, con el perfil descrito en este estudio, fue posible describir las áreas de impacto en la salud de la mujer, posibilitando la implementación de medidas preventivas para disminuir el

  16. Mulheres em tratamento ambulatorial por abuso de álcool: características sociodemográficas e clínicas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Larissa Horta Esper

    Full Text Available Estudo quantitativo e descritivo, com o objetivo de identificar características sociodemográficas e clínicas de mulheres em tratamento ambulatorial por abuso de álcool. Os dados foram coletados em prontuários de mulheres com transtornos relacionados ao álcool, atendidas em serviço psiquiátrico ambulatorial. Foi realizado levantamento, leitura e análise descritiva. A amostra foi composta por 27 prontuários, a média de idade das mulheres foi 50 anos, maioria casada (59,6%, não trabalhava (70,4%, com ensino fundamental incompleto (70,4%, com familiar alcoolista (81,5% e outros diagnósticos psiquiátricos (70,3%. Prejuízos físicos, sociais e emocionais mais frequentes foram: sintomas advindos da síndrome de abstinência alcoólica (66,7%, conflitos familiares (72% e "tristeza" (79,2%. A violência familiar foi registrada em 11 prontuários (40,7%. Verificaram-se baixa escolaridade, desemprego, comorbidades psiquiátricas e presença de outro familiar com abuso de álcool como características comuns. Destaca-se a importância do conhecimento profissional sobre as peculiaridades do alcoolismo feminino para ações de saúde mais efetivas.

  17. Prevalência de obesidade visceral estimada por equação preditiva em mulheres jovens pernambucanas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marina de Moraes Vasconcelos Petribú

    2012-04-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: O acúmulo de gordura visceral é considerado o principal fator de risco para doenças cardiovasculares e metabólicas. OBJETIVO: Determinar a prevalência de obesidade visceral e avaliar sua associação com fatores de risco cardiovasculares em mulheres jovens do Estado de Pernambuco. MÉTODOS: Estudo transversal, realizado com dados da "III Pesquisa Estadual de Saúde e Nutrição", envolvendo mulheres entre 25 e 36 anos. Avaliaram-se as variáveis: Índice de Massa Corporal (IMC, Circunferência da Cintura (CC, Razão Cintura-Estatura (RCE, Volume de Gordura Visceral (VGV estimado por equação preditiva, Pressão Arterial Sistólica e Diastólica (PAS, PAD, Colesterol Total (CT, Triglicerídeo (TG, Glicemia de Jejum (GJ. RESULTADOS: Foram avaliadas 517 mulheres, com mediana de idade de 29 anos (27-32 e prevalência de obesidade visceral de 30,6%. Valores de IMC, PAS, PAD e TG foram superiores no grupo com obesidade visceral: IMC = 28,0 kg/m² (25,0 - 21,4 vs 23,9 kg/m² (21,5 - 26,4; PAS = 120,0 mmHg (110,0 - 130,0 vs 112,0 mmHg (100,0 - 122,0; PAD = 74 mmHg (70 - 80 vs 70 mmHg (63 - 80; TG = 156,0 mg/dL (115,0 - 203,2 vs 131,0 mg/dL (104,0 - 161,0, respectivamente, p < 0,01. Idade, PAS, PAD, TG e CT apresentaram correlação positiva e significante com o VGV: r = 0,171; 0,224; 0,163; 0,278; 0,124; respectivamente, p < 0,005. CONCLUSÃO: Verificou-se uma elevada prevalência de obesidade visceral, estando estatisticamente correlacionada a fatores de risco cardiovasculares.

  18. Qualidade de vida em mulheres praticantes de Hatha Ioga Quality of life in female practitioners of Hatha Yoga

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristina Martins Coelho

    2011-03-01

    Full Text Available O objetivo do presente estudo foi avaliar, em um grupo de mulheres saudáveis, os efeitos da prática regular de Ioga sobre a qualidade de vida. Tratou-se de um estudo transversal controlado, no qual participaram 25 mulheres saudáveis, com idades entre 20 e 59 anos, divididas nos grupos IOGA (praticantes há pelo menos seis meses e CONTROLE (sedentárias, compostos respectivamente por 13 e 12 voluntárias. A qualidade de vida foi avaliada utilizando-se o questionário SF-36. Para análise estatística foram realizados o teste t independente e as provas não paramétricas de Mann-Whitney. O grupo IOGA apresentou pontuação significativamente mais elevada no domínio "dor" e no escore físico geral (p The aim of the present study was to evaluate, in a group of healthy women, whether the regular practice of Hatha Yoga could have an impact on their quality of life. It was a transversal controlled study, composed by 25 women, aged between 20 and 59 years, divided in two groups: YOGA (at least six months of Hatha Yoga practice and CONTROL (non-active women, composed by 13 and 12 volunteers, respectively. The quality of life was assessed through the SF-36 questionnaire. The statistical procedures included the independent t test and the Mann-Whitney tests. The YOGA group presented higher scores in the "body pain" domain and in the general physical score (p < 0,05. It can be concluded that, in the assessed population, the regular practice of Hatha Yoga has positively influenced some aspects of the quality of life.

  19. Compra de Lingerie por Mulheres: Uma Proposta de Segmentação Baseada em Arquétipos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria de Lourdes Bacha

    2010-12-01

    Full Text Available O principal objetivo foi o de analisar as atitudes na compra e consumo de lingerie considerando atitudes, consumo simbólico e arquétipos para desenvolvimento de proposta de segmentação. O trabalho principia com uma breve revisão teórica e a seguir são apresentados resultados de pesquisa empírica quantitativa do tipo survey, cuja amostra não probabilística por conveniência foi composta por 150 mulheres entre 18 e 51 anos. O instrumento de pesquisa foi um questionário estruturado, aplicado em São Paulo, através de entrevista pessoal. Os dados foram analisados empregando-se estatística uni e multivariada com análise fatorial e de agrupamentos (cluster. Dentre os principais achados podem-se considerar a influência de variáveis demográficas como faixa etária, renda e estado civil na freqüência de compra e tipo de lingerie, como também dos atributos conforme sejam para uso diário (conforto e preço ou ocasião especial (cor e modelo. As mulheres apresentam atitudes bastante favoráveis quando às lingeries. A análise fatorial indicou a existência de três fatores subjacentes que foram denominados de acordo com os arquétipos, a saber: Afrodite, Ártemis e Deméter e os três agrupamentos identificados acompanham esses arquétipos como a “feminista do século XXI” (53% da amostra; a “mãezona” (11% da amostra e, por fim, a “sedutora” (36% da amostra. DOI: 10.5585/remark.v9i3.2182

  20. Álcool e violência em homens e mulheres Alcohol: gender and implications in the violence

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rosa Maria Martins de Almeida

    2009-01-01

    Full Text Available O uso nocivo do álcool configura-se como um problema de saúde pública, associado ao aumento da violência, envolvendo ambos os sexos. Esse artigo tem por objetivo discutir sobre o impacto do uso do álcool em homens e mulheres do ponto de vista neurobiológico, enfatizando a ação psicoativa da substância e sua implicação no comportamento violento. Foi conduzida uma análise baseada em artigos selecionados nas fontes eletrônicas do Scielo, LILACS, MEDLINE, PubMed e Web of Science no período de 1996 a 2008. Do total de 420 artigos selecionados, 90 foram considerados relevantes para a análise. Verificou-se que o uso nocivo do álcool causa mudanças neuroquímicas e alterações nas funções cognitivas, podendo gerar comportamentos violentos em homens e mulheres, entretanto, evidenciou-se importantes diferenças entre os sexos quanto à ação psicoativa do álcool, assim como, no tipo de violência expressa. Estudos sobre a temática proposta ainda são escassos, sugerindo a necessidade de pesquisas futuras que possam contribuir para um melhor entendimento e para ações preventivas eficazes.The abuse of alcohol can engender serious public health problems in certain people, particularly due to its link to violence involving both men and women. This article has the aim to discuss the impact of alcohol in men and women regarding neurobiological mechanisms, emphasizing its psychoactive effects as well as its implication for violent behavior. An analysis was conduct based on reviews and articles in electronic databases, selected from 1996 to 2008 at Scielo, Lilacs, MEDLINE, Pub Med and Web of Science. From a total of 420 selected articles 90 were considered relevant for this analysis. It was evident that the abuse of alcohol causes changes in neurochemistry and in cognitive functions, and some of those changes lead to violent behavior in men and women. However, there are important differences between both genders and the type of aggressive

  1. Principais genótipos de papilomavírus humano em mulheres ribeirinhas na Amazônia brasileira

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elza Baia de Brito

    2016-03-01

    Full Text Available Objetivo: Avaliar a distribuição dos principais genótipos do papilomavírus humano (HPV oncogênicos em mulheres de áreas ribeirinhas e pesqueiras de diferentes regiões geográficas da Amazônia brasileira. Métodos: Estudo transversal, realizado no período de 2013 a 2014. Participaram 516 ribeirinhas e pesqueiras maiores de 13 anos, inscritas no Programa de Prevenção do Câncer de Colo Uterino (PCCU e submetidas à coleta de material cervicovaginal para o Teste Papanicolau, realizado in loco por médico membro da equipe de pesquisadores, pesquisa de DNA/HPV e genotipagem pela Reação em Cadeia da Polimerase (PCR, realizados no Laboratório de Imunopatologia da Universidade Federal do Pará por pesquisadores da mesma equipe, além da coleta de informações como a idade e o tipo de atendimento, também coletados pelos pesquisadores. Todos os dados foram analisados através do Programa Biostat 5.0, considerando diferença significativa quando p<0,05. Resultados: A média de idade das mulheres nas comunidades A e B foram, respectivamente, 40 e 39 anos, enquanto nas comunidades C, D e E foi de 37 anos. A prevalência da infecção pelo HPV variou de 7,6% a 29,2%. Dentre os tipos oncogênicos pesquisados, os mais freqüentes foram HPV52 (n=5; 5,15%, HPV35 (n=4; 4,12% e HPV58 (n=3; 3,09%. Os principais tipos oncogênicos encontrados estão concentrados na região de Itaituba (comunidades A, B e Bragança (comunidade E. Conclusão: Em todas as localidades estudadas foi encontrado um elevado percentual de infecção, cujo tipo de HPV não foi identificado entre os testados, destacando-se as comunidades C e D, com 100% dos casos.

  2. Perfil de homens autores de violência contra mulheres detidos em flagrante: contribuições para o enfrentamento

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alexandra Bittencourt Madureira

    2014-12-01

    Full Text Available Objetivo: Delinear o perfil de agressores detidos em flagrante delito e da violência que perpetraram contra mulheres no período de implantação e consolidação da lei Maria da Penha, em um município da região central do estado do Paraná. Métodos: Pesquisa retrospectiva documental, realizada mediante apreciação de 130 Autos de Prisão, analisados pela estatística descritiva. Resultados: Eram adultos jovens, casados, com baixa escolaridade e trabalho remunerado. 89,3% foram libertados sob pagamento de fiança. Eram, majoritariamente, cônjuges, que sob efeito de álcool, praticaram violência. Um número significativo já possuía outros registros de violência doméstica. Conclusão: A denúncia, como ação isolada, revelou-se insuficiente para interromper o ciclo da violência. É necessário voltar-se para além da denúncia, pela implantação de ações de enfrentamento articuladas entre os setores de saúde, educação, segurança, justiça e assistência social, voltadas à igualdade de gênero e a cultura de paz.

  3. Estudo de associação entre força muscular e massa magra em mulheres idosas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Moreno Lima

    2012-12-01

    Full Text Available O objetivo do presente estudo foi verificar a associação entre a força muscular isocinética da musculatura extensora do joelho do membro dominante com a MM de diferentes segmentos corporais, em mulheres idosas. Um total de 258 idosas (66,58±5,6anos; 65,6±11,7kg; 1,53±0,07m foram submetidas à avaliação isocinética do pico de torque (PT e da MM (DXA. Correlações de Pearson foram examinadas entre os índices de MM dos braços, das pernas, do tronco, do corpo inteiro, da perna dominante (MMB, MMP, MMT, MMI, MMPD, respectivamente com o PT. O nível de significância foi de <0,05. Após análise dos dados, foi observado que a MM apresentou correlação positiva e significante com o PT. A correlação foi mais consistente à medida que a MM avaliada era mais próxima a musculatura da avaliação (MMPD, (MMT= 0,31, MMB= 0,39, MMI= 0,52, MMP= 0,55, MMPD= 0,60. Com base nos resultados observados, concluímos que a MM é um dos importantes determinantes do PT em idosas.

  4. A LINGUAGEM COMO INSTRUMENTO DE CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE EM AS MULHERES DE TIJUCOPAPO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lourdes Bernardes Gonçalves

    2016-01-01

    Full Text Available O romance As mulheres de Tijucopapo de Marilene Felinto é analisado na perspectiva do processo de cria- ção da personagem pós-moderna, usando a visão de Stuart Hall sobre a construção da identidade no mundo pós-moderno. Observa-se que a construção do sujeito no caso de Rísia, protagonista do romance, está intimamente ligada à evolução de sua linguagem. Da mudez e gagueira, Rísia chega a um discurso lírico, individual, criando toda uma poética sua, particular. É este caminho que vamos percorrer com ela. Palavras-chave: identidade – pós-modenidade – linguagem.

  5. Papilomavírus Humano (HPV e sua associação entre lesões cervical e anal em mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luciane Maria Oliveira Brito

    2016-09-01

    Full Text Available Introdução: Entre as doenças virais sexualmente transmissíveis, a infecção pelo Papilomavírus Humano (HPV configura-se como a mais comum, e sua incidência vem aumentando acentuadamente nos últimos trinta anos. A infecção anal por subtipos específicos do HPV predispõe o indivíduo à neoplasia intraepitelial anal, que pode evoluir para o câncer de forma similar ao colo uterino. Objetivo: avaliar a associação tipo-específica entre infecções anais e cervicais, assim como os aspectos citopatológicos das lesões anais pelo vírus HPV em mulheres de São Luís, Maranhão. Métodos: Estudo analítico transversal com 27 mulheres atendidas no Centro de Pesquisa Clínica da UFMA, entre agosto de 2012 e julho de 2015, mediante entrevista e realização de exames complementares. Resultados: As mulheres tinham, em média, 32 anos. Em relação ao resultado do PCR, 77,7% das pacientes apresentaram resultado positivo para HPV anal, sendo o subtipo 16 o mais frequente (47,6%. Na região cervical, 88,8% apresentaram PCR positivo, sendo o mais comum o subtipo 16 (47,8%. A coinfecção anal e cervical pelo HPV foi observada em 74% das mulheres. 93,3% dos resultados de citologia anal não apresentaram alteração, assim como 72,2% das anuscopias realizadas. Conclusões: A infecção cervical por HPV é um fator sugestivo de risco para o desenvolvimento da infecção na região anal.

  6. A relação interpessoal entre profissionais de saúde e a mulher em abortamento incompleto: "o olhar da mulher" The relationship between health professionals and the woman in the incomplete miscarriage: "the look of the woman"

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ilse Sodré da Motta

    2005-06-01

    Full Text Available OBJETIVOS: avaliar as características qualitativas da relação interpessoal entre os profissionais de saúde e a mulher com abortamento incompleto durante o atendimento hospitalar. MÉTODOS: estudo de caso exploratório, que se apóia na análise qualitativa de dados de mulheres de 15 a 30 anos, com diagnóstico de abortamento incompleto, utilizando-se observação e entrevista, durante o período de fevereiro a abril de 2000, em uma maternidade do Rio Grande do Norte, Brasil. RESULTADOS: a relação interpessoal entre cliente e profissional foi eminentemente técnica, desconsiderando-se os demais aspectos que integram o ser feminino. Além da necessidade de privacidade e respeito diante de um problema que muitas vezes não é compreendido, os profissionais de saúde, ao prestarem assistência, expuseram seus próprios preconceitos e julgamentos negativos acerca da mulher sob seus cuidados. CONCLUSÕES: a prática do profissional de saúde demonstra a necessidade de assumir-se um posicionamento em que, além dos aspectos biológicos, sejam levados em conta os elementos de ordem psicossocial, compatíveis com a almejada humanização da assistência à mulher.OBJECTIVES: to assess the quality of personal relationships between women enduring incomplete miscarriage and healthcare professionals during hospitalization. METHODS: exploratory case study using quality data analysis of women with incomplete miscarriage through observations and interviews from February to April, 2000. RESULTS: the personal relationship between client and professional is basically technical with no consideration of other female needs including the need for privacy and respect in the face of a problem many times not understood by healthcare professionals who during treatment are biased and judgmental in relation to the women under their care. CONCLUSIONS: the practice of healthcare professionals reflect the need to consider psychological and social issues in addition to

  7. Influência de variáveis clínicas na capacidade funcional de mulheres em tratamento quimioterápico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thaís Cristina Elias

    2015-12-01

    Full Text Available Resumo Objetivo: Avaliar a influência do protocolo quimioterápico e tipo tumoral sobre a capacidade funcional de mulheres diagnosticadas com câncer ginecológico, câncer de mama e doença trofoblástica gestacional durante o tratamento quimioterápico. Métodos: Trata-se de um estudo observacional e retrospectivo com abordagem quantitativa e delineamento longitudinal. Participaram do estudo 438 mulheres em tratamento quimioterápico, em um hospital de clínicas no período de janeiro de 2000 a dezembro de 2012. Resultados: A capacidade funcional da população estudada apresentou um escore médio de 70,00 no índice de Karnofsky. Notou-se maior impacto pontual no declínio da capacidade funcional das pacientes com câncer ginecológico e nas mulheres que utilizaram protocolos baseados em quimioterápicos taxanos. Conclusão: É oportuno o estabelecimento de medidas capazes de garantir a prevenção dos efeitos colaterais causados pelo tratamento quimioterápico, proporcionando uma assistência integral e de qualidade às pacientes oncológicas.

  8. A mulher trabalhadora em Santa Maria durante o Estado Novo (1937-1945 = The woman worker in Santa Maria during the Estado Novo (1937-1945

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fausto, Letícia da Silva

    2014-01-01

    Full Text Available Este trabalho apresenta um estudo sobre a história das mulheres santamarienses no período da Ditadura do Estado Novo, que está sendo desenvolvido no Mestrado em História da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM. O tema da pesquisa é a inserção da mulher no mundo do trabalho e sua atuação para a garantia e conquista de direitos sociais e trabalhistas durante o período do Estado Novo (1937-1945, no município de Santa Maria, RS. A escolha do Estado Novo no Brasil se deu em virtude deste ser um período onde muitas conquistas dos trabalhadores estavam sendo objeto de legislação específica e ao mesmo tempo um momento de repressão política, de forte aparato policial e repressivo e do fortalecimento dos sindicatos, sob a tutela do Estado e da luta dos trabalhadores para a garantia destes direitos, historicamente conquistados. As mulheres por séculos passaram despercebidas pela história, reprimidas em uma sociedade machista e autoritária, onde grande parte dos autores insere o homem no palco das lutas por reinvindicações e direitos trabalhistas

  9. Significado da busca de tratamento por mulheres com transtorno depressivo atendidas em serviço de saúde público

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Denise Martin

    2012-12-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo de caráter etnográfico foi analisar o significado da busca de tratamento por mulheres com transtorno depressivo atendidas em um Núcleo de Atenção Psicossocial do município de Santos, São Paulo, Brasil. Foram identificados, neste contexto: o tratamento da depressão no serviço (do encaminhamento ao atendimento, as noções de doença elaboradas pelas mulheres e o consumo de medicamentos. Ficaram evidentes: a banalização da depressão, a importância do psiquiatra e do uso de antidepressivos e ansiolíticos no tratamento. Os padrões encontrados de consumo dos medicamentos pelas mulheres sugerem a ocorrência de uma "toxicomania medicamentosa". O uso de medicamentos, além da ação farmacológica, possui uma ação simbólica, no sentido de conforto e cuidado. O trabalho aponta para a necessidade de se articularem o significado das experiências das mulheres e as abordagens terapêuticas da depressão na construção das políticas públicas de saúde mental.

  10. "Largada sozinha, mas tudo bem": paradoxos da experiência de mulheres na hospitalização por abortamento provocado em Salvador, Bahia, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Monique França Carneiro

    2013-06-01

    Full Text Available O trabalho buscou compreender a experiência de mulheres internadas por abortamento provocado em três hospitais públicos de Salvador, Bahia, a partir do percurso e das interações que estabelecem com profissionais e outras usuárias. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com 19 mulheres sobre a experiência nos distintos momentos da internação e a avaliação da atenção recebida. Abortos e partos anteriores, próprios ou de conhecidas suas, conformam expectativas sobre a atenção recebida. A experiência das mulheres foi marcada por sentimentos negativos, pela dor física e emocional, mas, também, pelo alívio com o fim da gravidez e do risco de morte. Sofrimento adicional foi condicionado pela percepção de um "não-cuidado" e atitudes de discriminação pelo aborto, contrariando as atuais normas técnicas. Paradoxalmente, a maioria avaliou positivamente a atenção, embora com críticas. Esforços devem ser feitos para humanizar a assistência ao abortamento, considerando as experiências das mulheres.

  11. Frequência e fatores associados à síndrome da mama fantasma em mulheres submetidas à mastectomia por câncer de mama

    OpenAIRE

    Medina,Julia de Mello Ramirez; Fabro,Erica Alves Nogueira; Silva,Blenda do Amaral e; Thuler,Luiz Claudio Santos; Bergmann, Anke

    2015-01-01

    OBJETIVO: Avaliar a frequência e os fatores de risco para o desenvolvimento da síndrome da mama fantasma em pacientes submetidas à mastectomia para o tratamento do câncer de mama.MÉTODOS: Estudo de coorte com mulheres atendidas em um hospital especializado da região sudeste do Brasil no período de setembro de 2008 a junho de 2009. Foram consideradas como tendo síndrome da mama fantasma pacientes com relato da presença de dor na mama fantasma e/ou sensação na mama fantasma. O estudo foi aprova...

  12. Avaliação de técnicas fisioterapêuticas no tratamento do linfedema pós-cirurgia de mama em mulheres

    OpenAIRE

    Meirelles,MCCC; Mamede,MV; De Souza, L; Panobianco,MS

    2006-01-01

    OBJETIVO GERAL: Verificar, em um grupo de mulheres submetidas à cirurgia por câncer de mama, a efetividade do tratamento do linfedema, por um período de até dois anos. OBJETIVO ESPECÍFICO: Avaliar o volume do braço tratado aos 6, 12, 18 e 24 meses após o tratamento do linfedema. MÉTODO: As participantes foram atendidas em um serviço de reabilitação especializado e submetidas ao tratamento do linfedema, com drenagem linfática manual, enfaixamento compressivo funcional, orientações de autocuida...

  13. Enfermagem à mulher em tratamento quimioterápico: uma análise compreensiva do assistir

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Teresa Caldas Camargo

    1998-09-01

    Full Text Available Este estudo surgiu a partir de minhas reflexões como enfermeira da Central de Quimioterapia do Hospital Luiza Gomes de Lemos, do Instituto Nacional de Câncer (Inca, e como aluna do curso de mestrado da Escola de Enfermagem Anna Nery-UFRJ. Estar elaborando a dissertação de mestrado utilizando o referencial filosófico de Martin Heidegger, possibilitou-me refletir sobre o agir profissional da equipe de enfermagem, mediada pelo pensamento deste filósofo. Nesta pesquisa, observei situações do meu dia-a-dia e registrei-as refletindo sobre aproximações e distanciamentos da assistência de enfermagem no cenário acima descrito, com o intuito de analisá-las à luz do pensamento heideggeriano.Tratou-se também de uma reflexão sobre questões emergentes do processo de pesquisar e da prática de assistir que pôde propiciar um outro saber para a assistência de enfermagem à mulher em tratamento quimioterápico. Pude, assim, vislumbrar a assistência de enfermagem por uma outra ótica, aquela da compreensão como possibilidade do agir profissional.

  14. Percepções dos profissionais de uma rede intersetorial sobre o atendimento a mulheres em situação de violência

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elisabeth Meloni Vieira

    Full Text Available Objetivou-se conhecer como profissionais envolvidos com atenção às mulheres em situação de violência em uma rede intersetorial percebem os atendimentos que fazem. Foram realizadas trinta entrevistas com profissionais de serviços dos setores de saúde, assistência social (AS, segurança pública (SP e judiciário de uma cidade de porte médio do Estado de São Paulo, Brasil. Pela análise temática os resultados foram sistematizados em cinco categorias: Como são percebidas as mulheres que sofrem violência? Preconceitos dos profissionais. Como os profissionais percebem o atendimento realizado? Emoções e sentimentos dos profissionais no atendimento. Barreiras e avanços em relação ao atendimento. Há percepções fragmentadas e estereotipadas e necessidade de aprimorar a infraestrutura existente, preparar e amparar os profissionais para humanizar os atendimentos. Criar serviços específicos e investir em prevenção é fundamental, pois existe um descompasso entre intenção política de enfrentamento à violência e realidade estudada.

  15. Enfrentamento da violência infligida pelo parceiro íntimo por mulheres em área urbana da região Nordeste do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raquel de Aquino Silva

    2012-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Descrever as formas de enfrentamento à violência física adotadas por mulheres agredidas por parceiro íntimo. MÉTODOS: Estudo transversal realizado na linha de base de estudo de coorte, com gestantes cadastradas no Programa Saúde da Família, entre julho de 2005 e março de 2006, em Recife, PE. Foram selecionadas 283 gestantes de 18 a 49 anos com histórico de violência física pelo parceiro de então ou mais recente antes e/ou durante a gestação. As entrevistas foram realizadas face a face, com questionário estruturado e pré-codificado, e realizou-se análise descritiva. Foi coletada informação sobre características sociodemográficas das mulheres, tipos e gravidade da violência física cometida pelo parceiro, formas de enfrentamento da violência, pessoas e serviços de apoio procurados pelas mulheres, motivos para a mulher ter alguma vez abandonado e retornado a casa em razão da violência. RESULTADOS: Das mulheres que sofreram violência física pelo parceiro íntimo, 57,6% conversaram com alguém, 3,5% procuraram ajuda institucionalizada, 17,3% conversaram e procuraram ajuda institucionalizada e 21,6% não procuraram nenhuma forma de ajuda. As pessoas mais procuradas foram os pais (42,0%, amigo/amiga (31,6% e irmão/irmã (21,2%. Os serviços mais procurados pelas mulheres foram: polícia/delegacia (57,6%, serviços de saúde (27,1% e instituições religiosas (25,4%. Relataram não ter obtido qualquer tipo de ajuda 44,8% das mulheres; 32,1% disseram ter saído de casa alguma vez na vida, pelo menos por uma noite, das quais 5,9% não retornaram a casa. Foram motivos para deixar a casa: a exacerbação da violência e o medo de ser morta; para o retorno: a esperança de mudança do parceiro e o desejo de preservar a família. CONCLUSÕES: Grande parte das mulheres que sofriam violência por parceiro íntimo buscou alguma forma de ajuda. A rede social primária (familiares e amigos foi a mais procurada pelas mulheres

  16. Avaliação da relação entre síndrome pré-menstrual e dismenorreia primária em mulheres com fibromialgia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rabia Terzi

    2015-08-01

    Full Text Available RESUMOObjetivoInvestigar a presença de síndrome pré-menstrual (SPM, dismenorreia primária (DP e depressão em mulheres com fibromialgia (FM e mulheres saudáveis e determinar possíveis fatores relacionados com a SPM e a DP na FM.MétodoEste estudo foi feito com 98 pacientes do sexo feminino com diagnóstico de FM e 102 controles saudáveis pareados por idade e sexo. Todas as pacientes foram avaliadas à procura de síndrome pré-menstrual (SPM e dismenorreia primária (DP. A síndrome pré-menstrual foi determinada pela presença de um ou mais sintomas afetivos ou somáticos nos cinco dias anteriores à menstruação. O diagnóstico de dismenorreia primária foi definido como a presença de dor abdominal ou lombar com duração mínima de dois dias durante o período menstrual. A dismenorreia foi avaliada pela escala visual analógica. A dismenorreia foi classificada pelo Sistema de Pontuação Multidimensional. A Escala de Depressão de Hamilton foi aplicada a todas as pacientes.ResultadosA dismenorreia primária foi encontrada em 41% das pacientes com FM e 28% do grupo controle. Encontrou-se diferença estatisticamente significativa na DP entre os dois grupos (p = 0,03. A SPM foi detectada em 42% das pacientes com FM e 25% do grupo controle. Houve diferença estatisticamente significativa na SPM entre os dois grupos (p = 0,03.ConclusãoHá um aumento na frequência de síndrome pré-menstrual e dismenorreia em pacientes com FM. Aquelas com escore de gravidade dos sintomas elevado e altas pontuações de depressão entre as pacientes com FM estão em risco de SPM e DP.

  17. Construindo caminhos de conhecimentos em HIV/Aids: mulheres em cena Building paths of knowledge on HIV / AIDS: women on the scene

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Girlene Alves Silva

    2012-01-01

    Full Text Available Trata-se de pesquisa qualitativa com o objetivo de identificar o acesso à informação das mulheres sobre o HIV/Aids e analisar os fatores que as orientam na adoção de medidas protetoras ao HIV/Aids. Foram realizadas entrevistas com 20 mulheres matriculadas no período noturno de uma escola pública em Minas Gerais/Brasil, com faixa etária entre 18 e 55 anos. As entrevistas foram analisadas por meio da técnica de análise de conteúdo temático, e fundamentadas no referencial teórico das Representações Sociais. Foram produzidas duas categorias analíticas: o acesso à informação sobre a Aids e os mecanismos de proteção adotados para reduzir a vulnerabilidade à infecção pelo HIV. As entrevistadas apontaram escola, família, televisão, profissionais de saúde e amigos como os principais veículos de obtenção de informações acerca da Aids. Entretanto, nesses espaços e encontros o vínculo se encontra fragilizado, desfragmentado e inconsistente, não propiciando acesso a ambientes consistentes de escuta, informações e reflexões. A prevenção está focada no uso do preservativo masculino. Persiste o baixo poder da mulher em negociar relações sexuais seguras, prevalecendo a vontade do parceiro e a credibilidade no amor e no casamento. Os sentimentos de ansiedade, incertezas e medo gerados nessas mulheres devido à questão da Aids não lhes permitem efetivar mecanismos de proteção relacionados ao exercício de mudança no comportamento sexual, de forma a torná-lo mais seguro e consciente no grupo pesquisado.This qualitative study aimed to identify women's access to information about HIV / AIDS and analyze the factors that guide the adoption of protective measures against HIV / AIDS. Interviews were conducted with 20 women enrolled in evening classes at a public school in Minas Gerais / Brazil, aged between 18 and 55 years. The interviews were analyzed using the technique of thematic content analysis, and grounded in the

  18. Gênero, história e violência: casos de homicídio contra mulheres em Montes Claros – 1985 – 1993

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Clarice Rodrigues de Souza

    2011-01-01

    Full Text Available Gender violence is any act or conduct based on gender which causes death, damage or suffering physical, sexual or psychological, both in the public and private sphere. Observing this definition, this article brings out violence against women occurred in Montes Claros/MG during the period from 1985 to 1993. During this period, the visibility of violence against women earns an enhancement, creation and inauguration of the Women’s Police Stations in various locations in Brazil. The methodology used is the discourse analysis and the sources are criminal proceedings and oral interviews. From the analysis of murder crime, we see how they are grounded in gender differences and still rooted in our society. / A violência de gênero consiste em qualquer ação ou conduta baseada no gênero que cause morte, dano ou sofrimento físico, sexual ou psicológico, tanto em âmbito público como privado. Partindo dessa definição, o presente artigo traz à tona a violência contra mulheres ocorrida em Montes Claros/MG no período compreendido entre 1985 a 1993. Neste período, a visibilidade à violência contra mulheres ganha um reforço: a criação e inauguração das Delegacias de Mulheres em várias localidades do Brasil. A metodologia utilizada foi a análise de discurso e as fontes foram os Processos-crime e Entrevistas Orais. A partir da análise de crimes de homicídio, observamos como os mesmos são alicerçados nas diferenças de gênero enraizadas e ainda presentes em nossa sociedade.

  19. Educação em saúde sobre vulvovaginites para mulheres atendidas em um centro de saúde da família

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Soares Morais

    2014-12-01

    Full Text Available Objetivo: Desenvolver ações educativas, visando à construção de conhecimento acerca das vulvovaginites, identificando o conhecimento adquirido e o desejo de mudança de atitude após as ações. Métodos: Pesquisa descritiva e qualitativa, realizada no Centro de Saúde da Família (CSF Maria Adeodato, no município de Sobral-CE, no período de março a maio de 2013. Realizaram-se 10 ações educativas sobre vulvovaginites com mulheres atendidas no CSF, sendo abordadas temáticas diferentes. Cada ação foi estruturada em três momentos: diagnóstico do conhecimento prévio, ação educativa com o conteúdo a ser trabalhado e avaliação após a intervenção. A coleta de informações ocorreu por meio de entrevista semiestruturada, para identificação das participantes, e grupo focal, para as etapas de diagnóstico e avaliação, sendo os conteúdos analisados por meio de categorias temáticas. Resultados: Foram contempladas oito participantes, com idade entre 48 e 55 anos, escolaridade entre 1º ano do ensino fundamental e fundamental completo, a maioria solteira, com no mínimo cinco filhos, e que não realizavam o exame ginecológico com frequência. As categorias de análise geradas foram denominadas de “conhecimento das mulheres sobre o corpo e a sua higiene íntima”, “prevenção e controle de vulvovaginites” e “percepção das mulheres sobre exame ginecológico”. Percebeu-se que as participantes do estudo desconheciam a terminologia “vulvovaginite”, bem como sinais, sintomas e meios de transmissão da doença, ou tinham apenas um breve conhecimento sobre o assunto.Conclusão: Após as ações educativas, identificou-se a aquisição de conhecimento pelas participantes e expressões que indicaram o desejo de mudança.

  20. Prevalência de depressão e fadiga em um grupo de mulheres com câncer de mama

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marislei Sanches Panobianco

    2012-09-01

    Full Text Available Estudo transversal cujo objetivo foi identificar e avaliar a ocorrência de sintomas depressivos e de fadiga entre mulheres com até um ano de tratamento com radioterapia e/ou quimioterapia para o câncer de mama. Utilizou-se um instrumento com dados sociodemográficos, clínicos e terapêuticos. Para a avaliação da depressão foi aplicado Inventário de Depressão de Beck (BDI e para a fadiga o Fatigue Questionnarie. Incluímos 31 mulheres atendidas em um núcleo de reabilitação de mastectomizadas. Os resultados mostram que 87,1% das mulheres apresentaram cansaço nas pernas, como sintoma de mal-estar relacionado à fadiga consequente ao tratamento. Em relação aos sintomas depressivos, 41,9% delas manifestaram sintomas entre leve e moderado. Os resultados apontam para a necessidade de abordagem e de condutas para o manejo dos sintomas depressivos e fadiga, além de auxiliar os profissionais da saúde a identificar as necessidades dos clientes e a desenvolver estratégias adequadas para o cuidado individualizado.

  1. Vulnerabilidad al VIH en mujeres en riesgo social Vulnerabilidade ao HIV em mulheres em risco social HIV vulnerability in women at social risk

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alfonso Urzúa Morales

    2008-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Evaluar la vulnerabilidad por factores de riesgo al VIH/SIDA en mujeres en riesgo social. MÉTODOS: Estudio llevado a cabo con 178 mujeres dueñas de casa (n=101 y trabajadoras del sector salud (n=77 de Antofagasta, Chile, en 2006-2007. Las dueñas de casa fueron consideradas en riesgo social. La vulnerabilidad al VIH fue calculada por medio de una escala que agrupó 21 reactivos en tres dimensiones: roles de género, comunicación con la pareja y actitud ante al uso del preservativo. Para determinar el peso relativo de cada una de las dimensiones en la vulnerabilidad total se realizó un análisis de regresión múltiple utilizando el puntaje total de la escala como variable dependiente y cada una de las tres dimensiones como variable independiente. RESULTADOS: En el grupo general, la dimensión con peso relativo mayor fue la dimensión actitud frente al uso del preservativo (0.542, seguida de relación de pareja (0.453 y roles de género (0.379. Para mujeres dueñas de casa, se observó una variación: relación de pareja (0.597, actitud frente al uso del preservativo (0.508 y roles de género (0.403. Para trabajadoras de la salud, el peso de las dimensiones fue: actitud frente al uso del preservativo (0.638, relación de pareja (0.397, y roles de género (0.307. CONCLUSIONES: Los resultados permiten inferir diferencias en los factores que condicionan la vulnerabilidad al VIH en los grupos de mujeres, siendo para aquellas que están en riesgo social el rol de género el factor con mayor capacidad predictiva de riesgo.OBJETIVO: Avaliar a vulnerabilidade por fatores de risco ao HIV/Aids em mulheres em risco social. MÉTODOS: Estudo realizado com 178 mulheres donas de casa (n=101 e trabalhadoras do setor de saúde (n=77 de Antofagasta, no Chile, em 2006-2007. As donas de casa foram consideradas em risco social. A vulnerabilidade ao HIV foi calculada por meio de uma escala que reuniu 21 itens em três dimensões: papéis de g

  2. Lesões precursoras do câncer de colo em mulheres adolescentes e adultas jovens do município de Rio Branco - Acre

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leal Elaine Azevedo Soares

    2003-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: descrever a freqüência das lesões precursoras do câncer de colo uterino em mulheres de 15 a 29 anos, associando o grau de acometimento com características epidemiológicas e fatores de risco associados. MÉTODOS: foi realizado estudo transversal com a pesquisa de lesões precursoras do câncer de colo uterino, pelo exame de Papanicolaou, em mulheres de 15 a 29 anos com vida sexual ativa, residentes no município de Rio Branco, no período de janeiro a setembro de 2001. Como instrumento de investigação, foi aplicada ficha clínico-ginecológica, constando dados epidemiológicos, fatores de risco e resultados do exame físico-ginecológico, incluindo teste de Schiller e coleta de espécime para exame citopatológico. RESULTADOS: das 2.397 mulheres estudadas, 155 (6,4% apresentaram algum tipo de alteração epitelial cervical, sendo 146 (94,2% lesões escamosas e 9 (5,8% lesões glandulares. Nas mulheres com faixa etária de 15 a 19 anos a freqüência de alteração celular epitelial foi de 6,9%, semelhante a 6,3% observada naquelas de 20 a 29 anos (p>0,65. Este tipo de alteração foi associada ao baixo grau de escolaridade (p<0,003, ao número maior de parceiros (p<0,04, à história de doença sexualmente transmissível (p<0,001 e ao tabagismo (p<0,01. CONCLUSÃO: a freqüência elevada de lesões precursoras em faixa etária abaixo do esperado, com o padrão epidemiológico observado em outras fases da vida da mulher, evidencia a exposição precoce aos fatores risco, o que antecipa o desenvolvimento do câncer de colo uterino.

  3. Representações sobre o uso de álcool por mulheres em tratamento em um centro de referência da cidade de São Paulo - Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Edemilson Antunes de Campos

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi compreender as representações e os significados elaborados sobre o uso de álcool por mulheres em tratamento no Centro de Referência de Álcool, Tabaco e Outras Drogas (CRATOD, localizado na cidade de São Paulo-Brasil. Para tanto, realizaram-se entrevistas semiestruturadas com mulheres que fazem uso considerado abusivo de álcool. Para essas mulheres, as representações sobre o uso do álcool estão ligadas às relações familiares, profissionais e de gênero, que definem os modos de classificação do uso do álcool concebidos como socialmente aceito e como abusivo e, por essa via, acionam um sistema de acusações, que envolve os valores próprios do universo sociocultural no qual estão inseridas, identificando-as como "mulheres que abusam do álcool", isto é, mulheres que não cumprem suas obrigações sociais nas esferas da família e do trabalho.

  4. Freqüência da atividade sexual em mulheres menopausadas Factors related to frequency of sexual activity of postmenopausal women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dino Roberto Soares De Lorenzi

    2006-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar os fatores relacionados à freqüência da atividade sexual entre mulheres pós-menopáusicas. MÉTODOS: Estudo transversal de 206 mulheres pós-menopáusicas entre 45 e 60 anos atendidas em um serviço universitário da região Sul do Brasil entre junho e outubro de 2002. A atividade sexual foi avaliada pelo número de relações sexuais no último mês e a sintomatologia climatérica pelo Índice de Kupperman. Na análise estatística, fez-se regressão linear múltipla. RESULTADOS: Das mulheres pesquisadas, 176 (85% eram sexualmente ativas. Cerca de 60,6% relataram diminuição da atividade sexual após a menopausa, o que atribuíram principalmente à impotência sexual do parceiro (41,7%. Aproximadamente 25,7% negaram satisfação com o intercurso sexual. Na análise por regressão linear múltipla, associaram-se à atividade sexual a idade (pOBJECTIVE: To identify factors related to the frequency of sexual activity of postmenopausal women METHODS: A cross-section study of 206 postmenopausal women between 45 and 60 years of age was made at a university health care service in the South of Brazil between June and October 2002. Evaluations were made of sexual activity according to the number of sexual intercourses in the previous month and the climacteric symptoms using the Kupperman index. Statistical analysis was performed with multiple linear regression analysis. RESULTS: Of those surveyed 176 (85% women were sexually active. Although 60.6% reported a decrease in sexual activity after menopause, mostly attributing it to the husband's sexual impotence (41.7%. Approximately 25.7% stated they had no satisfaction with sexual intercourse. By means of multiple linear regression analysis the following aspects were associated to sexual activity: age (p<0.1, degree of sexual satisfaction (p=0.01, and climacteric symptomatology (p=0.02. As age increased the climacteric symptoms were more intense and sexual activity was less

  5. Vivência de homens autores de violência contra a mulher em Grupo Reflexivo: memórias e significados presentes

    OpenAIRE

    Tales Furtado Mistura

    2015-01-01

    Introdução: A violência contra a mulher tem se apresentado como relevante problema social e de saúde pública, ganhando expressão global na sociedade contemporânea que aponta para sua complexidade e desafios. No Brasil, a promulgação da Lei Maria da Penha (11.340/2006) representa conquista do movimento das mulheres e avanço na busca de tratamento da questão. Dentre os desafios à implementação da Lei a participação em Grupos Reflexivos tem se apresentado, a título de experiência, como estratégi...

  6. Parâmetros bioquímicos, hemostáticos e moleculares em mulheres com "Diabetes mellitus" tipo 2 e diferentes graus de acometimento de carótida

    OpenAIRE

    2008-01-01

    O risco de doença cardiovascular em mulheres com diabetes tipo 2 (DM2) é cinco vezes maior que em mulheres não diabéticas. Alterações no sistema hemostático precedem o diabetes e acompanham a progressão da lesão macrovascular. O objetivo deste estudo foi investigar as alterações bioquímicas, hemostáticas e genéticas de mulheres com diabetes tipo 2 segundo o grau de acometimento da carótida avaliado pelo Doppler. Foram avaliadas 64 mulheres com diabetes tipo 2, sendo 25 sem alteração no Dopple...

  7. Estudo comparativo de respostas cardiovasculares para dois intervalos de recuperação entre exercícios resistidos em circuito em mulheres normotensas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Hamid Arazi

    2013-06-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: A hipertensão é uma desordem cardiovascular que acomete aproximadamente um bilhão de indivíduos no mundo e representa um importante fator de risco para doença cardiovascular. OBJETIVO: Comparar as respostas cardiovasculares durante recuperação após dois protocolos de exercícios resistidos em circuito (ERC com diferentes intervalos de recuperação (IR. Doze mulheres normotensas (idade 21,3 ± 1,3, anos; altura 163,5 ± 5,9 cm e peso 57,5 ± 8,9 kg executaram dois ERC com IR de 30 (IR30s e 40 (IR40s segundos entre os exercícios, aleatoriamente. MÉTODOS: Os protocolos consistiram de três circuitos de seis exercícios com 10 repetições máximas (10RM e dois minutos de recuperação entre os circuitos, seguidos por um período de recuperação ode 60 minutos. As medidas foram tomadas antes do exercício, ao fim do último exercício (R1 e a cada 10 minutos de recuperação pós-exercício (R10, R20, R30, R40, R50 e R60. Análise de variância de medidas repetidas (ANOVA (grupo x tempo foi utilizada para analisar os dados, seguida pelo teste post-hoc de Bonferroni, para p ≤ 0,05. RESULTADOS: Em comparação com os valores de recuperação, pressão arterial sistólica (PAS, pressão arterial diastólica (PAD, frequência cardíaca (FC e produto da taxa de pressão (PTP em R1 após as tentativas de exercício com IR30s e IR40s aumentaram significativamente. Hipotensão pós-exercício (HPE de PAS foi observada após ERC com IR30s (em R20, R30, R40, R50 e R60 e IR40s (em R30, R40, R50 e R60, enquanto HPE de PAD foi observada somente após ERC com IR30s em R60. Exceto por tempo após ERC com IR30s em R10, nenhuma alteração significativa de FC foi observada em todos os momentos medidos durante os períodos de recuperação das tentativas. PTP retornou aos valores de repouso após as tentativas de exercício em R10, diminuindo significativamente após ERC com IR30s em R60 e após ERC com IR40s em R40, R50 e R60. CONCLUS

  8. Autopercepção de vulnerabilidade às doenças sexualmente transmissíveis e Aids em mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silveira Mariângela F

    2002-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar comportamentos de risco e autopercepção de vulnerabilidade às doenças sexualmente transmissíveis (DST e à Síndrome de imunodeficiência adquirida (Aids em mulheres. MÉTODOS: Dos 281 setores censitários existentes na cidade de Pelotas, RS, foram selecionados 48 a partir de amostragem sistemática. Foi entrevistada uma amostra de 1.543 mulheres, de 15 a 49 anos, por meio de questionário composto de três partes (informações socioeconômicas, perguntas aplicadas em entrevista, questionário auto-aplicado. Para tabulação dos dados, foi utilizado o programa Epi-Info, versão 6.0. Para análise estatística dos dados foram usados o teste de Kappa e a razão de odds. RESULTADOS: Na amostra, 64% das mulheres achavam impossível ou quase impossível adquirir DST/Aids. Os principais comportamentos de risco foram o não uso de preservativo na última relação antes do depoimento (72%; início das relações sexuais com menos de 18 anos (47%; uso de álcool ou drogas pelo parceiro (14% ou pela mulher (7% antes da última relação; dois ou mais parceiros nos três meses que antecederam o depoimento (7% e sexo anal na última relação (3%; 44% das mulheres apresentaram dois ou mais comportamentos de risco. A sensibilidade da autopercepção, usando como padrão o escore de risco igual ou superior a dois, foi de 41 %. Sua especificidade de 67%. CONCLUSÕES: A autopercepção de vulnerabilidade não é um bom indicador, pois as mulheres não identificam corretamente seu nível de risco.

  9. Autopercepção de vulnerabilidade às doenças sexualmente transmissíveis e Aids em mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariângela F Silveira

    2002-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar comportamentos de risco e autopercepção de vulnerabilidade às doenças sexualmente transmissíveis (DST e à Síndrome de imunodeficiência adquirida (Aids em mulheres. MÉTODOS: Dos 281 setores censitários existentes na cidade de Pelotas, RS, foram selecionados 48 a partir de amostragem sistemática. Foi entrevistada uma amostra de 1.543 mulheres, de 15 a 49 anos, por meio de questionário composto de três partes (informações socioeconômicas, perguntas aplicadas em entrevista, questionário auto-aplicado. Para tabulação dos dados, foi utilizado o programa Epi-Info, versão 6.0. Para análise estatística dos dados foram usados o teste de Kappa e a razão de odds. RESULTADOS: Na amostra, 64% das mulheres achavam impossível ou quase impossível adquirir DST/Aids. Os principais comportamentos de risco foram o não uso de preservativo na última relação antes do depoimento (72%; início das relações sexuais com menos de 18 anos (47%; uso de álcool ou drogas pelo parceiro (14% ou pela mulher (7% antes da última relação; dois ou mais parceiros nos três meses que antecederam o depoimento (7% e sexo anal na última relação (3%; 44% das mulheres apresentaram dois ou mais comportamentos de risco. A sensibilidade da autopercepção, usando como padrão o escore de risco igual ou superior a dois, foi de 41 %. Sua especificidade de 67%. CONCLUSÕES: A autopercepção de vulnerabilidade não é um bom indicador, pois as mulheres não identificam corretamente seu nível de risco.

  10. Significados e influências da violência de gênero e da lei maria da penha: Relatos de experiências de mulheres em uma delegacia.

    OpenAIRE

    Soares, Maria Cidney da Silva

    2012-01-01

    Sabemos que a violência contra a mulher existe desde os primórdios da humanidade, sendo resultado de relações de poder historicamente desiguais em relação aos homens, que avançaram para a dominação e discriminação da classe feminina, restringindo o pleno desenvolvimento da mulher. Implicações na saúde física, psicológica e social da mulher são algumas das consequências inerentes desse problema. Diante disso, o presente trabalho teve como objetivo geral investigar de que modo a ...

  11. Feridas até o coração, erguem-se negras guerreiras. Resiliência em mulheres negras: transmissão psíquica e pertencimentos

    OpenAIRE

    Clélia Rosane dos Santos Prestes

    2013-01-01

    A pesquisa teve por objetivo analisar processos de resiliência em mulheres negras, considerando as influências de conteúdos oriundos de transmissão psíquica (familiares negras, descendentes, ascendentes, ancestrais), de simbolismos associados a mulheres negras, e de significados decorrentes do pertencimento a manifestações negras (culturais, políticas, intelectuais, religiosas). Como metodologia, entrevistas (com estratégia de cenas) com quatro mulheres negras de diferentes gerações na mesma ...

  12. Gravidez após violência sexual: vivências de mulheres em busca da interrupção legal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carolina Leme Machado

    2015-02-01

    Full Text Available No Brasil, a realização de interrupção legal de gestação consequente à violência sexual é permitida por lei. O objetivo deste estudo foi relatar vivências de mulheres após a violência sexual, no diagnóstico de gravidez, na busca pelo serviço de interrupção legal da gestação e durante a internação em um hospital universitário. Foi realizada pesquisa qualitativa com entrevistas semiestruturadas em dez mulheres de 18-38 anos e escolaridade ≥ 8 anos, após 1-5 anos da interrupção legal da gestação. As mulheres desconheciam o direito à interrupção legal da gestação, sentiram a violência sexual como experiência vergonhosa, mantiveram segredo e não procuraram qualquer atendimento imediato. O diagnóstico de gravidez provocou sentimentos de angústia e desejo de abortar. Para as mulheres que procuraram o setor de saúde suplementar as orientações foram precárias ou não aconteceram. O atendimento dos profissionais mostrou-se relevante para assimilação da experiência do aborto. É necessário divulgar o direito à interrupção legal da gestação e a existência de serviços que a realizam, e capacitar profissionais de saúde e segurança pública para atender esses casos.

  13. Prevalência de incontinência urinária em mulheres praticantes de atividades físicas regulares em academias de musculação em Juiz de Fora

    OpenAIRE

    Ferreira, Dnyson Fernandes

    2015-01-01

    INTRODUÇÃO: O uso de ferramentas preventivas para o tratamento da incontinência urinária de esforço é de suma importância. Em 2010, foi demonstrado que o método de Pilates pode aumentar a força voluntária máxima dos músculos perineais. O objetivo foi avaliar a prevalência de incontinência urinária de esforço em mulheres praticantes de atividades físicas em academias e avaliar quais fatores estão associados com a prevalência de incontinência urinária de esforço. MATERIAIS E MÉTODOS: Foi realiz...

  14. Qualidade do sono em mulheres paulistanas no climatério Quality of sleep of climacteric women in São Paulo: some significant aspects

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carmen Lúcia Souza

    2005-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: O climatério é um período de grandes transformações em que a qualidade do sono usualmente se deteriora. O objetivo foi avaliar subjetivamente a qualidade do sono em mulheres no climatério (35 a 65 anos. MÉTODOS: Um questionário contendo informações pessoais, hábitos/saúde, sexualidade e sono foi aplicado a 271 mulheres. RESULTADOS: A amostra estudada constituiu-se principalmente de mulheres casadas, ativas profissionalmente, de alta condição econômica e escolaridade, não usuárias de terapêutica hormonal da menopausa (THM, com hábito freqüente de ingerir café e com pouco consumo de álcool/tabaco. A maioria das participantes tinha hábito de jantar e de praticar atividade física. A avaliação subjetiva da qualidade do sono foi considerada ruim por 29% das mulheres da amostra. A menopausa e a autopercepção de saúde foram as únicas variáveis que exibiram relação estatisticamente significante com a qualidade do sono. Mulheres na perimenopausa (ou seja, entre 45 anos e até um ano após a menopausa e após menopausa cirúrgica declararam a pior qualidade de sono, enquanto mulheres na pré-menopausa revelaram a melhor qualidade de sono. Mulheres que se consideravam saudáveis informaram melhor qualidade de sono do que as que declararam problemas de saúde. CONCLUSÃO: A qualidade do sono piora durante o climatério e nas mulheres que se percebem doentes; ademais, há um grande desconhecimento de regras básicas de higiene do sono entre as mulheres.OBJECTIVE: To subjectively evaluate the quality of sleep in menopausal women (35 to 65 years of age METHOD: A questionnaire about personal information, habits/health, sexuality and sleep was administered to 271 women. RESULTS: The sample under study included mostly married women, professionally active with a higher education and financial status, not using menopause hormone therapy, (MHT habitual coffee drinkers and limited users of alcohol/tobacco. Most participants

  15. Sobrevida em cinco anos e fatores prognósticos em mulheres com câncer de mama em Santa Catarina, Brasil Five-year survival and prognostic factors in women with breast cancer in Santa Catarina State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ione Jayce Ceola Schneider

    2009-06-01

    Full Text Available Este estudo tem o objetivo de descrever a sobrevida em câncer de mama e os fatores associados à mesma. Caracteriza-se como uma coorte histórica de mulheres com diagnóstico de câncer de mama no período de 2000 a 2002, que foram catalogadas nos registros hospitalares de câncer do Centro de Pesquisas Oncológicas de Santa Catarina e Hospital de Caridade - Irmandade Nosso Senhor dos Passos, os dois localizados em Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. Para a análise estatística foram utilizados o estimador de Kaplan-Meier e o modelo de Cox. A taxa de sobrevida geral em cinco anos foi de 76,2% (IC95%: 73,6-78,9. Os fatores independentes associados ao maior risco de óbito foram faixa etária menor de 30 anos (hazard ratio- HR = 3,09; IC95%: 1,25-7,67; as mulheres analfabetas (HR = 3,70; IC95%: 1,44-9,55; as com estadiamento III (HR = 5,27; IC95%: 2,56-10,82 e IV (HR = 14,07; IC95%: 6,81-29,06. Mulheres jovens são aquelas com piores taxas de sobrevida. Também existem muitas mulheres sendo diagnosticadas em estádios avançados, tendo uma sobrevida pior, demonstrando a necessidade de ações de diagnóstico precoce.The aim of this study was to analyze breast cancer survival and associated factors, based on a historical cohort of women with breast cancer diagnosis from 2000 to 2002 recorded in the hospital cancer registries at the Santa Catarina Center for Cancer Research and the Irmandade Nosso Senhor dos Passos Charity Hospital, both located in Florianópolis, Santa Catarina State, Brazil. The statistical analysis used the Kaplan-Meier estimator and Cox model. Overall five-year survival was 76.2% (95%CI: 73.6-78.9. Independent factors associated with increased risk of death were age less than 30 years (hazard ratio - HR = 3.09; 95%CI: 1.25-7.67; illiteracy (HR = 3.70; 95%CI: 1.44-9.55; and stages III (HR = 5.27; 95%CI: 2.56-10.82 and IV (HR = 14.07; 95%CI: 6.81-29.06. Young women had the worst survival rates. There were also many women

  16. Mulheres curadoras e saberes terapêuticos-mágico-religiosos em Colares, Pará

    OpenAIRE

    Silveira, Dayana Dar’c e Silva da

    2016-01-01

    Esta pesquisa é resultado de um estudo sobre os conhecimentos mágico-religioso-terapêuticos de duas senhoras curadoras de Colares, município localizado em uma ilha no nordeste do estado do Pará, marcado por significativa herança indígena, colonizada por frades jesuítas e muito conhecida pelo suposto aparecimento de OVNIs, na década de 1970. Dona Maria é católica e de saberes amplos; prepara banhos, chás, emplastros e perfumes que são usados como atrativos financeiros, amorosos, como proteção ...

  17. Recursos sociais para apoio às mulheres em situação de violência em Ribeirão Preto, SP, na perspectiva de informantes-chave

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Manoel Antônio dos Santos

    2011-03-01

    Full Text Available Objetivou-se conhecer as organizações envolvidas no atendimento de mulheres em situação de violência, considerando a rede de agências e equipamentos sociais disponíveis. Utilizou-se abordagem qualitativa com entrevistas semiestruturadas a 11 representantes de instituições como: Polícia Militar, Delegacia de Defesa da Mulher, Conselho tutelar, juízes e promotores da Vara de Infância e Juventude, Vara Criminal e voluntários de duas ONGs. Pela análise de conteúdo, os resultados foram sistematizados em três categorias: missão da organização, limites da atuação e inserção no fluxo de atendimento - e apontaram que os entrevistados, de maneira geral, mostram-se sensibilizados e informados sobre a questão da violência contra a mulher (VCM. Os serviços não têm conhecimento da amplitude da rede de apoio e por isso atuam de modo desarticulado. Em consequência, o fluxo de atendimento pode ficar fragmentado e não permitir acompanhamento em todos os níveis. Os dados indicam necessidade de maior entrosamento e capacitação para profissionais.

  18. Recursos sociais para apoio às mulheres em situação de violência em Ribeirão Preto, SP, na perspectiva de informantes-chave

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Manoel Antônio dos Santos

    Full Text Available Objetivou-se conhecer as organizações envolvidas no atendimento de mulheres em situação de violência, considerando a rede de agências e equipamentos sociais disponíveis. Utilizou-se abordagem qualitativa com entrevistas semiestruturadas a 11 representantes de instituições como: Polícia Militar, Delegacia de Defesa da Mulher, Conselho tutelar, juízes e promotores da Vara de Infância e Juventude, Vara Criminal e voluntários de duas ONGs. Pela análise de conteúdo, os resultados foram sistematizados em três categorias: missão da organização, limites da atuação e inserção no fluxo de atendimento - e apontaram que os entrevistados, de maneira geral, mostram-se sensibilizados e informados sobre a questão da violência contra a mulher (VCM. Os serviços não têm conhecimento da amplitude da rede de apoio e por isso atuam de modo desarticulado. Em consequência, o fluxo de atendimento pode ficar fragmentado e não permitir acompanhamento em todos os níveis. Os dados indicam necessidade de maior entrosamento e capacitação para profissionais.

  19. Acute splenic sequestration in a pregnant woman with homozygous sickle-cell anemia Sequestro esplênico agudo em uma mulher grávida com anemia falciforme homozigótica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carolina Bastos Maia

    2013-04-01

    Full Text Available CONTEXT Homozygous (SS sickle-cell anemia complicated by acute splenic sequestration in adults is a rare event, and it has never been reported during pregnancy. CASE REPORT A 25-year-old woman with homozygous (SS sickle-cell disease was hospitalized at 32 weeks' of gestation presenting weakness, abdominal pain, fever and hemoglobin of 2.4 g/dl. Abnormal fetal heart rate was detected by means of cardiotocography, and 5 units of packed red cells were transfused. Cesarean was performed at 37 weeks. Both mother and baby were discharged in a good general condition. CONCLUSION This case report demonstrates the importance of immediate blood transfusion for treatment of fetal distress in cases of splenic sequestration during pregnancy. This treatment is essential for avoiding maternal and fetal complications. CONTEXTO Anemia falciforme homozigótica (SS complicada por sequestro esplênico agudo em adultos é evento raro, e nunca foi relatado durante a gravidez. RELATO DO CASO Uma mulher de 25 anos, portadora de doença falciforme homozigótica (SS, com 32 semanas de gestação, foi internada apresentando fraqueza, dor abdominal, febre e hemoglobina de 2,4 g/dl. Frequência cardíaca fetal anormal foi detectada pela cardiotocografia e a paciente recebeu 5 unidades de concentrado de hemácias. Cesariana foi realizada com 37 semanas. Mãe e filho receberam alta em bom estado geral. CONCLUSÃO Este relato de caso demonstra a importância da transfusão imediata para o tratamento de sofrimento fetal nos casos de sequestro esplênico durante a gestação. Este tratamento é imprescindível para se evitarem complicações maternas e fetais.

  20. Acesso a cuidados relativos à saúde sexual entre mulheres que fazem sexo com mulheres em São Paulo, Brasil Access to sexual health care for women who have sex with women in São Paulo, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Regina Maria Barbosa

    2009-01-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho é investigar a relação entre adoção de cuidados à saúde entre mulheres que fazem sexo com mulheres e as representações relativas a gênero, sexualidade e ao corpo. O estudo utilizou observação etnográfica e entrevistas em profundidade, realizadas entre 2003 e 2006, com trinta mulheres entre 18 e 45 anos, de diferentes segmentos sociais, trajetórias e identidades sexuais, residentes na grande São Paulo, Brasil. A análise do material aponta maior dificuldade em acessar cuidados ginecológicos entre mulheres das camadas populares; que nunca tiveram sexo com homens ou que possuem uma gramática corporal masculinizada. Não só as representações e as experiências negativas em relação aos serviços de saúde, mas também as construções identitárias relativas a gênero e sexualidade estão relacionadas às dificuldades em acessar cuidados à saúde. Embora boa parte da bibliografia internacional a respeito enfatize a relação entre homofobia e menor acesso a serviços, os resultados sugerem que apesar de as situações envolvendo discriminação constituírem realidade, elas não foram consideradas impedimentos para a busca de cuidado, estando muito mais associadas ao relato das práticas e preferências eróticas nos serviços.This article focuses on the relationship between health care for women who have sex with women and representations of gender, sexuality, and the body. The study used ethnographic observation and in-depth interviews held from 2003 to 2006, with 30 women ranging from 18 to 45 years of age, belonging to different social segments, backgrounds, and sexual identities, living in Greater Metropolitan São Paulo. Analysis of the material pointed to greater difficulty in accessing gynecological care for lower-income women, those who had never had sex with men, or those with masculine body language. Not only the negative representations and experiences in relation to health services, but

  1. Estudo exploratório do uso de plantas medicinais para o controle de fatores de risco cardiometabólico em mulheres pós-menopausa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gabriela Tassotti Gelatti

    2016-08-01

    Full Text Available Este estudo buscou identificar o uso de plantas medicinais para o controle de fatores de risco cardiometabólico, em mulheres pós-menopausa. Trata-se de um estudo transversal, analítico e exploratório e subprojeto de uma pesquisa institucional “Estudo multidimensional de mulheres pós-menopausa do município de Catuípe/RS”. As informações relativas ao uso de plantas foram obtidas em entrevista estruturada e os dados relativos ao índice de massa corporal, circunferência abdominal, pressão arterial, perfil lipídico e glicêmico do banco de dados da referida pesquisa. Foram selecionadas 51 mulheres, 37,2% relataram usar plantas para problemas cardiometabólicos e apresentavam elevado risco cardiovascular. Foram citadas 18 espécies de plantas, três usadas para diabetes mellitus, sendo a Sphagneticola trilobata a mais citada, uma para hipertrigliceridemia, cinco para hipercolesterolemia, entre as quais a Myristica fragrans foi a mais mencionada, uma para hipertensão e três para redução de peso, destacando- se a Camellia sinensis. Para seis das espécies estudadas foi atribuída ação diurética e uma delas tem indicação para problemas cardíacos. Dentre as citadas, seis encontram- se na RDC 10/2010 e três no Formulário de Fitoterápicos da Farmacopéia Brasileira, contudo, apenas a indicação de uma planta confere com o relato das entrevistadas, por outro lado foram encontrados estudos que relacionaram estas plantas com efeitos cardioprotetores. Considerando a importância do manejo adequado destas doenças, torna- se necessário averiguar se as plantas estão sendo utilizadas para a indicação correta. Sugere-se também a implantação de ações educativas visando qualificar o uso de plantas para diminuir o risco cardiometabólico, utilizando as Políticas do SUS como instrumento de trabalho.Palavras-chave: Risco cardiovascular. Climatério. Terapias complementares. Plantas medicinais. ABSTRACTExploratory study of the

  2. Ocorrência e manejo de feridas neoplásicas em mulheres com câncer de mama avançado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thais de Oliveira Gozzo

    2014-04-01

    Full Text Available Objetivo deste estudo foi caracterizar o perfil sociodemográfico de mulheres com câncer de mama que apresentam feridas neoplásicas e identificar as coberturas mais utilizadas para o tratamento das feridas. Métodos: Trata-se de um estudo de abordagem quantitativa, de corte transversal e retrospectivo. Os dados foram coletados por meio de revisão de prontuários de mulheres com câncer de mama no período de 2000 a 2010. Resultados: A amostra constituiu-se de 62 mulheres com idade média de 55,4 anos; 75,8% eram de cor branca, 55% apresentaram carcinoma ductal invasor e 27,4%, estágio clínico IIIb. Dos óbitos registrados, 27% ocorreram em menos de um ano após o aparecimento da ferida. Os sintomas registrados foram dor (32,2%, sangramentos (35% e necrose (21%. Os produtos utilizados foram a sulfadiazina de prata (23% e o ácido graxo essencial (16,1%. Conclusão: Os resultados apontam para falta de sistematização da assistência de enfermagem relacionada às feridas oncológicas neste serviço.

  3. Postura crânio-cervical em mulheres disfônicas Craniocervical posture in dysphonic women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Delaine Rodrigues Bigaton

    2010-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a postura e a função da região crânio-cervical em sujeitos disfônicos. MÉTODOS: Participaram do estudo 28 mulheres (31,25±8,14 anos, divididas em dois grupos: experimental (N=16 portadoras de disfonia e controle (N=12 clinicamente normais. As voluntárias foram submetidas à avaliação do Índice de Disfunção Crânio-Cervical (IDCC e fotogrametria, sendo determinado o ângulo anterior formado entre a sétima vértebra cervical e o tragus, o qual corresponde à posição da cabeça no plano sagital. A análise das fotos foi realizada por três examinadores, duas vezes cada um, com intervalo de uma semana entre elas. A análise dos dados constou do teste de Shapiro-Wilk, seguido do teste t de Student, (pPurpose: To analyze the posture and the function of the craniocervical region in women with dysphonia. METHODS: Twenty eight women participated in the study (31.25±8.14 years, divided into two groups: experimental (N=16, patients with dyphonia and control (N=12, clinically normal. The volunteers were submitted to evaluation of the Craniocervical Dysfunction Index (CDI and photogrammetry, determining the anterior angle formed between the seventh cervical vertebra and the tragus, which corresponds to the head position in the sagittal plane. The analysis of the photos was carried out by three examiners, twice each, with an interval of one week between them. Data analysis used the Shapiro-Wilk test, followed by the Student's t-test, (p<0,05. RESULTS: No difference was found between the mean values of the anterior angle of the control (50.92±5.18 degrees and the experimental (49.63±5.46 degrees groups in the photogrammetry (p=0.2565. The CDI showed that the experimental group had craniocervical dysfunction, which was mild in 37.5% of the cases, moderate, in 37.5%, and severe in 25%. In the control group, 100% of the volunteers had presented mild craniocervical dysfunction. CONCLUSION: There was no difference between the

  4. JOVENS MULHERES DO ÂMBITO RURAL: GÊNERO, PROJETOS DE VIDA E TERRITÓRIO EM FOTOCOMPOSIÇÕES

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adolfo Pizzinato

    Full Text Available RESUMO Este artigo analisa interfaces de gênero e território como marcadores identitários presentes nas falas e produções de imagens sobre projetos de vida de jovens mulheres de zonas rurais. O processo de pesquisa contemplou narrativas de caráter autobiográfico e fotocomposições realizadas pelas participantes, em que se buscou integrar aspectos de suas trajetórias acadêmicas, projetos vitais e profissionais, escolhas de vida e demandas culturais e comunitárias que influenciam no processo de construção de seus itinerários vitais. A aproximação a este grupo, comumente à margem da produção do saber em Psicologia, permitiu compreender como tais marcadores despontam de maneira dialógica em suas narrativas, questionando as formas de manifestação relacionadas aos antagonismos normativos entre o urbano/rural, o presente/passado, e das atribuições sociais ao ser mulher/homem.

  5. Mulheres em uma aula de hidroginástica: experenciando o interrelacionamento grupal - doi:10.5020/18061230.2004.p8

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Karla Maria Carneiro Rolim

    2012-01-01

    Full Text Available Este trabalho reporta a experiência vivenciada por enfermeiras com o uso da dinâmica grupal em um grupo de mulheres com idade entre 60 e 80 anos que freqüentavam aulas de hidroginástica, tendo como objetivo promover uma reflexão sobre o autocuidado em saúde, favorecendo a vivência de práticas de educação em saúde e o desenvolvimento de habilidades. O cenário escolhido para a experiência foi um parque olímpico do pólo esportivo de uma escola da rede particular de ensino, localizada em Fortaleza-Ce, desenvolvida nos meses de maio e junho de 2002. O processo metodológico foi desenvolvido através de oficinas educativas, que contemplaram o cuidado intrapessoal, interpessoal, sócio-civilizatório, ecológico e vivências grupais. Para as mulheres idosas, a experiência trouxe empoderamento, pois contribuiu para participação, com liberdade de expressão. As autoras concluíram que trabalhar com grupos oportuniza aos enfermeiros a compreensão do sentir, pensar e agir de modo diferente, usando o conhecimento técnico-científico, envolvendo as relações humanas em busca de uma nova proposta de ação educadora em uma enfermagem reflexiva determinando ações transformadoras na sociedade.

  6. Diminuição da dor em mulheres com dismenorreia primária, tratadas pelo método Pilates

    OpenAIRE

    Araújo,Luana Macêdo de; Silva,José Mário Nunes da; Bastos,Weltianne Tavares; Ventura,Patrícia Lima

    2012-01-01

    JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A dismenorreia corresponde a um conjunto de manifestações de caráter doloroso que aparecem no dia anterior ou no primeiro dia de fluxo menstrual. O método Pilates, compreende uma série de exercícios baseados nos movimentos progressivos que o corpo é capaz de executar. O presente estudo teve como objetivo comparar a dor em mulheres com dismenorreia primária antes e após serem submetidas ao método Pilates. MÉTODO: Trata-se de um estudo descritivo, experimental, com ca...

  7. Impacto da perda de peso nas adipocitocinas, na proteína C-reativa e na sensibilidade à insulina em mulheres hipertensas com obesidade central

    OpenAIRE

    2007-01-01

    OBJETIVO: Avaliar o impacto do tratamento da obesidade nas adipocitocinas, na proteína C-reativa (PCR) e na sensibilidade à insulina em pacientes hipertensas com obesidade central. MÉTODOS: O estudo foi realizado a partir do banco de dados e de amostras estocadas de soro de pacientes submetidas previamente a um estudo para tratamento de obesidade. Foram selecionadas 30 mulheres hipertensas, com idade entre 18 e 65 anos, índice de massa corpórea (IMC) > 27 kg/m², com distribuição central ...

  8. Higiene e cuidados com a genitália em mulheres com vulvovaginites = : Hygiene and genital care of women with vulvovaginitis

    OpenAIRE

    Marcela Grigol Bardin

    2014-01-01

    INTRODUÇÃO: A vaginose bacteriana (VB) e a candidíase vaginal (CV) são as vulvovaginites (VV) mais frequentemente encontradas em mulheres durante o ciclo reprodutivo. Embora os tratamentos dessas VV estejam esclarecidos, a prevenção ainda é pouco estudada. Os hábitos de higiene e cuidados diários com a genitália feminina são fatores que podem influenciar o ecossistema vulvovaginal, facilitando a instalação dessas VV. OBJETIVO: Verificar os hábitos de lavagem, uso de absorventes higiênicos, pr...

  9. Yoga para melhora dos sintomas do climatério em mulheres na pós-menopausa com insônia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rui Ferreira Afonso

    2012-06-01

    Full Text Available Introdução: A prática de yoga tem se mostrado positiva na redução de insônia. Outros estudos mostram redução de sintomas de climatério. Porém nenhum estudo havia sido realizado até o momento para verificar os efeitos da prática do yoga em mulheres na pós-menopausa com diagnóstico de insônia. Objetivo: avaliar o efeito da prática de Yoga como um tratamento na saúde física e mental, nos sintomas do climatério em mulheres na pós-menopausa com diagnóstico de insônia. Métodos: Mulheres entre 50 e 65 anos na pós-menopausa sem terapia hormonal, IAH (índice de apneia-hipopnéia<15/hora com diagnóstico de insônia foram randomizadas em 3 grupos: grupo controle, grupo alongamento passivo, grupo Yoga. Foram aplicados questionários no momento pré e 4 meses após o início para avaliação da qualidade de vida na menopausa, avaliação dos sintomas de ansiedade e depressão, sintomatologia climatérica, gravidade de insônia, sonolência diurna, estresse além da polissonografia. O estudo teve duração de 4 meses. Resultados: 44 voluntárias terminaram o estudo. Quando comparado ao grupo controle,  o grupo Yoga teve escores significativamente mais baixos para sintomatologia climatérica, gravidade de insônia, qualidade de vida na menopausa e a fase de resistência do estresse na condição pós-tratamento. A melhora na gravidade de insônia no grupo Yoga foi significativamente maior que os grupos controle e alongamento passivo. Conclusão: Este estudo mostrou que uma sequência específica de Yoga pode ser eficiente para melhora da insônia, qualidade de vida e sintomas de menopausa em mulheres na pós-menopausa com insônia.

  10. Mulheres vitoriosas na política : estudo comparativo entre as candidaturas ao cargo de deputado estadual no RS em 2010

    OpenAIRE

    Schulz, Rosangela Marione; Moritz, Maria Lucia Rodrigues de Freitas

    2015-01-01

    O artigo pretende contribuir para a discussão do tema mulher e política ao problematizar os resultados da disputa ao cargo de deputado estadual no estado do Rio Grande do Sul/eleições 2010. A proposta é elaborar um quadro comparativo entre as candidatas e os candidatos eleitos, ou seja, através do recorte de gênero verificar similaridades e diferenças na construção de candidaturas vitoriosas em termos de votos, considerando as seguintes variáveis: recursos econômicos (despesas/receitas oficia...

  11. PERFIL DE LÃPEDES E LIPOPROTEÃNAS PLASMÃTICAS EM MULHERES SEDENTÃRIAS SUBMETIDAS A UM PROGRAMA DE ATIVIDADE FÃSICA

    OpenAIRE

    ELLEN CRISTINI FARIA ARAÊJO; BENEDITO SéRGIO DENADAI; CARLOS HENRIQUE MESQUITA; THAIS BORGES CÉSAR

    2009-01-01

    Estudos anteriores têm demonstrado que o exercício físico regular melhora a capacidade corpórea funcional e diminui os riscos associados com a doença cardíaca coronariana e a aterosclerose. Neste estudo foi investigado o perfil de lípides e lipoproteinas em 30 mulheres adultas de meia-idade e sedentárias, que participaram de um programa de exercicio moderado de resistência durante 10 semanas. Foi observado que o programa de atividade física melhorou signific...

  12. Violência contra a mulher: análise de casos atendidos em serviço de atenção à mulher em município do Sul do Brasil Violence against women: analysis of cases attended in a women care centre in a municipality in Southern Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elaine Ferreira Galvão

    2004-08-01

    Full Text Available Este artigo, de caráter descritivo, tem como objetivo apresentar o perfil de mulheres atendidas em um centro de atendimento à mulher em Londrina, Paraná, e caracterizar os casos quanto aos tipos de violência sofrida, queixa principal, ambiente em que ocorreu a violência e tipo de vínculo do agressor com a mulher. Utilizando-se o Programa Epi Info 6.04 montou-se um banco de dados com as informações extraídas das fichas das mulheres atendidas pelo Serviço, no ano de 2001. Do total de 470 fichas analisadas, verificou-se que a média de idade das mulheres é de 34 anos. A maioria, 47,2%, declarou-se casada e 54% possuem um ou dois filhos. Declararam-se chefes de família 38,7% das mulheres. A violência emocional prevaleceu, representando 56,4% dos casos, seguida pela violência física (32,1%. Os principais agressores são os atuais maridos ou companheiros das mulheres (73,4% e o lar é o espaço onde a maioria das agressões ocorre. Considerando-se a complexidade do problema, que está associado à questão da construção social dos papéis masculinos e femininos e da desigualdade existente nas relações entre os gêneros, conclui-se que os serviços de atendimento às mulheres em situação de violência são de fundamental importância e que estes devem estar articulados com os serviços de saúde no desenvolvimento de ações preventivas e na perspectiva da atenção integral à mulher.The objective of this descriptive study is to present the profile of women who were assisted at a women's care center in Londrina, Paraná State, Brazil, and to characterize the cases in relation to types of violence, main complain, environment where the violence occurred and the woman-perpetrator relationship. Information extracted from the records of women assisted in 2001 was processed using the Epi Info software, version 6.04. Of a total of 470 records analyzed, the mean age of the women was 34. The majority (47.2% reported to be married, 54% had

  13. Enfrentamento e percepção da mulher em relação à infecção pelo HIV

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Helana Maria Ferreira Renesto

    2014-02-01

    Full Text Available OBJETIVO Analisar o enfrentamento e as percepções das mulheres em relação à descoberta da infecção pelo HIV. MÉTODOS Estudo qualitativo em Serviço de Assistência Especializada em HIV/aids em Recife, PE, de janeiro a setembro de 2010. Participaram oito mulheres entre 27 e 37 anos de idade vivendo com HIV, assintomáticas, sem critérios de diagnóstico de aids, infectadas por meio de relação sexual, e acompanhadas no serviço há pelo menos um ano. Foram utilizados formulário para caracterizar o quadro clínico e entrevista semiestruturada para compreender as percepções e sentimentos relacionados à trajetória pessoal após o diagnóstico e as diferentes maneiras de enfrentar o diagnóstico no meio familiar e social. Foi realizada análise de conteúdo na modalidade temática segundo Bardin. RESULTADOS A categoria temática emergente foi estigma e discriminação. As mulheres apresentavam trajetórias de vida marcadas pelo estigma, percebido como discriminação desde o diagnóstico e nas vivências do cotidiano. A revelação da infecção foi sentida como limitante para uma vida normal, levando à necessidade de ocultação do diagnóstico. As posturas discriminatórias por parte de alguns profissionais dos serviços de saúde não especializados em HIV/aids repercutiram negativamente nas experiências futuras em outros serviços de saúde. Além dos efeitos do estigma institucional, o serviço especializado não contemplou espaço para a expressão de outras necessidades para além da doença, o que poderia ajudar no enfrentamento da infecção. CONCLUSÕES A convivência com o HIV esteve fortemente ligada ao estigma. É importante fortalecer as abordagens educativas e o apoio emocional no momento do diagnóstico para favorecer o enfrentamento da condição de soropositividade.

  14. Efeito da cinesioterapia na qualidade de vida, função sexual e sintomas climatéricos em mulheres com fibromialgia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lilian Lira Lisboa

    2015-06-01

    Full Text Available Objetivo: Avaliar e comparar o efeito da cinesioterapia na qualidade de vida, função sexual e sintomas climatéricos em mulheres climatéricas com e sem fibromialgia. Métodos: Participaram 90 mulheres climatéricas, divididas em dois grupos: fibromialgia (47 e controle (43. As pacientes foram avaliadas nas variáveis: qualidade de vida (Utian Quality of Life [UQOL], função sexual (questionário do quociente sexual/versão feminina [QS-F] e intensidade dos sintomas climatérios (Índice Menopausal de Blatt-Kupperman [IMBK]. Os grupos fizeram cinesioterapia para o assoalho pélvico, composto de 20 sessões, duas vezes por semana. Análise estatística foi feita por meio dos testes t de Student pareado, análise de variância de delineamento misto e Kappa de Cohen. Resultados: Na qualidade de vida, foi observada melhoria em ambos os grupos para todos os domínios avaliados. Na análise intergrupo foi evidenciada diferença nos domínios emocional (p = 0,01, saúde (0,03 e sexual (p = 0,001 com ganhos mais expressivos para o grupo controle. Na função sexual, foi verificada melhoria nos grupos, após a intervenção; na análise intergrupo as fibromiálgicas apresentaram escores inferiores ao grupo controle (p < 0,001. Em relação aos sintomas climatéricos não houve diferença na análise intergrupo pós-intervenção (p = 0,73. Entretanto, ambos os grupos apresentaram redução significativa da sintomatologia após a intervenção (p < 0,001. Conclusões: A cinesioterapia do assoalho pélvico exerce efeito benéfico sobre os domínios da qualidade de vida, função sexual e sintomatologia climatérica em mulheres com e sem fibromialgia na fase do climatério. Entretanto, a fibromialgia parece ser fator limitante para melhores resultados em alguns aspectos avaliados

  15. Pressão intra-abdominal em cães

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ronald Paiva M. Gonçalves

    2011-09-01

    Full Text Available Sob consenso recente em pacientes humanos, os valores basais da pressão intra-abdominal (PIA e seus prováveis limiares em casos mórbidos, foram estipulados com intuito de favorecer a homogeneidade de estudos científicos, além de fornecer diretrizes para conduta diagnóstica e terapêutica destes pacientes. Valores basais e alterações na pressão intra-abdominal em animais não são ainda suficientemente conhecidos e cientificamente determinados. Médicos veterinários necessitam conhecer melhor os estados mórbidos que cursam com Hipertensão Intra-Abdominal (HIA ou Síndrome de Compartimento Abdominal (SCA. O presente estudo objetivou testar em cães a técnica já descrita sob consenso na medicina como modelo de mensuração da pressão intra-abdominal, assim como determinar os valores normais para a espécie. Foram utilizados 15 cães hígidos, machos e fêmeas, homogêneos e todos sem raça definida. A mensuração da pressão intra-abdominal foi realizada por meio da técnica indireta de sondagem vesical e utilização de coluna de água com régua graduada em cm de H2O, sendo seu valor final convertido para a unidade de mm de Hg. Foi observado valor mínimo subatmosférico (abaixo de zero mm de Hg até o valor máximo de 3,75 mmHg. Houve importante variação entre os valores encontrados individualmente em determinados cães, colocando sob discussão questões como massa corporal, freqüência/volume total de solução fisiológica a ser infundida e agitação destes pacientes no momento do exame. Os valores limítrofes encontrados são considerados fisiológicos, indicando confiabilidade da técnica e possibilidade do seu emprego clínico. A ausência de sedação e utilização de sonda uretral não inviabilizou a realização da mensuração, porém podendo culminar numa sub ou superestimativa dos valores encontrados.

  16. Rotas críticas de mulheres em situação de violência: depoimentos de mulheres e operadores em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil Critical trajectories of female victims of gender violence: discourse analysis of women and staff professionals in Porto Alegre, Rio Grande do Sul State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Stela Nazareth Meneghel

    2011-04-01

    Full Text Available Esta pesquisa de abordagem qualitativa tem por objetivo estabelecer a trajetória de mulheres em situação de violência de gênero na cidade de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil. A metodologia incluiu entrevistas em profundidade com mulheres e operadores sociais, procurando mapear a rota crítica das mulheres quando decidem procurar ajuda. Foram entrevistadas 21 mulheres em situação de violência e 25 operadores das áreas jurídica, policial, ação social, saúde e organizações não governamentais. A rota percorrida pelas mulheres nos serviços foi mapeada e analisada, sendo identificados aspectos facilitadores e limitadores no processo de romper com a violência. As mulheres relataram a pressão dos operadores para que retornem ao casamento e a ineficiência do setor policial para dar-lhes proteção. Nos depoimentos dos operadores, perceberam-se as diferentes concepções de violência entre os serviços, a medicalização da violência e a fragmentação da rede.This qualitative study aims to describe the trajectories of female victims of gender violence in Porto Alegre, Rio Grande do Sul State, Brazil. The methodology included in-depth interviews with women and staff, attempting to map the critical paths of women when they made the decision to seek professional help. We interviewed 21 women victims of gender violence and 25 professionals, including law enforcement officials, health and social workers, and nongovernmental organizations. The women's trajectories in the services were mapped, identifying facilitating factors and obstacles in the process of breaking with gender violence. The victims reported: pressure by professional staff to return to their marriages and police inefficiency in providing protection. The discourse of law enforcement officials and health and social workers showed a range of different concepts regarding violence, medicalization of violence, and network fragmentation.

  17. Mulheres em construção: o papel das mulheres mutirantes na construção de casas populares Women's role in the social construction of popular houses

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rebeca Buzzo Fertrin

    2010-08-01

    Full Text Available O presente estudo buscou analisar o papel dos grupos sociais e das interações entre eles no processo de construção do artefato tecnológico 'casa popular', com destaque para o papel desempenhado pelas mulheres. O acompanhamento de um projeto habitacional em desenvolvimento e as informações coletadas de várias fontes revelaram que não apenas o artefato foi moldado pelas relações sociais, mas também que o processo construtivo por meio do mutirão provocou mudanças significativas nas relações anteriormente estabelecidas entre os moradores. Nesse contexto, alguns papéis sociais desempenhados pelas mulheres mutirantes foram alterados substancialmente: elas ocuparam a liderança nas negociações; assumiram o trabalho 'pesado' e 'perigoso' na obra e; construíram - juntamente com as casas - sua nova 'identidade feminina'.This article aimed at investigating the role of relevant social groups and their interaction in the shaping of a technological artefact, namely, a social housing project in which the future residents are themselves responsible for the construction work. In particular, it focuses on the role of the women in the group of future residents. The close observation of the development of the process together with information from documents and interviews revealed that not only the final artefact is shaped by the social groups but also that the interaction between and within such groups are considerably modified during the process. In particular, the social role of women was significantly changed: they steadly and firmly took ever the leading roles; they assumed all sorts of "heavy" and "dangerous" work and, they built, together with the houses, a new female identity.

  18. Qualidade de vida e depressão em mulheres vítimas de seus parceiros Quality of life and depression in women abused by their partners

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa Gurgel Adeodato

    2005-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a qualidade de vida e depressão nas mulheres vítimas da violência doméstica; estabelecer o perfil socioeconômico da mulher agredida pelo parceiro e as particularidades das agressões sofridas. MÉTODOS: A amostra constituiu-se de 100 mulheres que sofreram agressão de seus parceiros e que prestaram queixa na Delegacia da Mulher do Ceará. Foram aplicados três questionários: o primeiro visa a obter dados demográficos e sobre a violência sofrida; o segundo (GHQ-28, sobre a qualidade de vida em geral; e o terceiro (Beck, quantifica o grau de depressão. RESULTADOS: O perfil da mulher agredida é: jovem, casada, católica, tem filhos, pouco tempo de estudo e baixa renda familiar. Álcool e ciúme foram os fatores mais referidos como desencadeantes das agressões, tendo 84% das mulheres sofrido agressão física. Foi observado que 72% delas apresentaram quadro sugestivo de depressão clínica; 78% tinham sintomas de ansiedade e insônia; 39% já pensaram em suicídio e 24% passaram a fazer uso de ansiolíticos após o início das agressões. CONCLUSÕES: A análise dos dados sugere que a violência doméstica está associada a uma percepção negativa da saúde mental da mulher.OBJECTIVE: To evaluate quality of life and depression among women who suffer domestic violence and to describe the socioeconomic profile of women who were abused by their partners and aspects of these abuses. METHODS: The study sample comprised 100 women who were abused by their partners and filed a complaint at the Police Office for Women of the state of Ceará, Brazil. Three questionnaires were applied: one for collecting demographic and violence data; the second one (GHQ-28 one to evaluate general quality of life; and the third one (Beck to quantify depression. RESULTS: Abused women are young, married, Catholic, have children, low schooling and low family income. Alcohol use and jealousy were the main reported factors leading to partner's abuse

  19. Náuseas, vômitos e qualidade de vida de mulheres com câncer de mama em tratamento quimioterápico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thais de Oliveira Gozzo

    Full Text Available Objetivou-se avaliar a qualidade de vida (QV de mulheres com câncer de mama em tratamento quimioterápico e identificar a ocorrência de náuseas e vômitos durante o tratamento. Os dados foram coletados com a aplicação do instrumento da Organização Europeia de Pesquisa e Tratamento de Câncer, EORTC-QLQ-C30, na versão em português, bem como do módulo para câncer de mama BR-23, aplicados antes, no meio e ao final do tratamento. Das 79 mulheres incluídas, 93% apresentaram náuseas e 87% vômitos pelo menos uma vez durante o tratamento. A QV apresentou pequena diminuição durante o tratamento. O coeficiente alfa de Cronbach para cada aplicação dos questionários foi de 0,890492, 0,936392 e de 0,937639. A disponibilidade de informações sobre o tratamento e de orientações quanto ao manejo da náusea e do vômito é crucial para o gerenciamento adequado das toxicidades da quimioterapia.

  20. Complicações da hipertensão arterial em homens e mulheres atendidos em um ambulatório de referência Complications of hypertension in men and women seen in a referral outpatient care unit

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antonio Carlos Beisl Noblat

    2004-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar se o sexo se associa à hipertrofia ventricular esquerda, ao acidente vascular cerebral e à insuficiência renal em hipertensos atendidos em ambulatório de referência. MÉTODOS: Dados de 622 hipertensos, admitidos com diagnóstico de hipertrofia ventricular esquerda baseado no eletrocardiograma, de insuficiência renal, na creatinina > 1,4 mg/dl, e de acidente vascular cerebral em história pregressa e exame físico. Regressão logística foi utilizada para estimar odds ratio da associação entre sexo e lesão de órgãos-alvo da hipertensão, ajustadas para raça, idade e sua duração. RESULTADOS: A média das idades foi 48,4±13,8 anos, 74,1% eram mulheres, 84,9% mulatos ou negros. Quase a metade dos homens e mais de 40% das mulheres apresentavam pelo menos um evento definido com lesão órgão-alvo. Insuficiência renal foi maior nos homens, OR ajustada (ORa = 2,73; (p=0,002. Nos pacientes brancos, a freqüência de acidente vascular cerebral foi significantemente (p=0,017 maior nos homens (4/33 do que nas mulheres (0/56 e, na análise para idade > 49 anos, a prevalência de hipertrofia ventricular esquerda foi significantemente maior em homens, ORa = 1,99; (p=0,024. CONCLUSÃO: Os dados obtidos sugerem maior prevalência de insuficiência renal em homens do que em mulheres, de acidente vascular cerebral em homens brancos do que em mulheres brancas, e de hipertrofia ventricular esquerda em homens do que em mulheres com idade > 49 anos.OBJECTIVE: To assess the association between sex and left ventricular hypertrophy, stroke, and renal failure in hypertensive patients in a referral outpatient care unit. METHODS: This study assessed 622 hypertensive patients diagnosed with left ventricular hypertrophy based on electrocardiography, renal failure based on serum creatinine level > 1.4 mg/dL, and stroke based on a previous history and physical examination. Logistic regression was used to estimate the odds ratio of the

  1. Quality of life and menopausal symptoms in women with liver transplants Qualidade de vida e sintomas da menopausa em mulheres transplantadas hepáticas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Francisco Baccaro

    2013-03-01

    Full Text Available PURPOSE: To assess quality of life and climacteric symptoms in women with and without liver transplants. METHODS: This was a cross-sectional study of 52 women undergoing follow-up at a university hospital in southeastern Brazil from February 4th, 2009 to January 5th, 2011. Twenty-four of these women were 35 years old or older and had undergone liver transplantation at least one year before study entry. The remaining 28 women had no liver disease and were matched by age and menstrual patterns to the patients with transplants. The abbreviated version of the World Health Organization (WHOQOL-BREF questionnaire was used to assess quality of life. Menopausal symptoms were assessed using the Menopause Rating Scale (MRS. Statistical analysis was carried out by Student's t-test, Mann-Whitney test and analysis of variance. Correlations between MRS and the WHOQOL-BREF were established by correlation coefficients. RESULTS: The mean age of the women included in the study was 52.2 (±10.4 years and the mean time since transplantation was 6.1 (±3.3 years. Women with liver transplants had better quality of life scores in the environment domain (p=0.01. No difference was noted between the two groups in any domain of the MRS. For women in the comparison group, there was a strongly negative correlation between somatic symptoms in the MRS and the physical domain of the WHOQOL-BREF (pOBJETIVO: Avaliar a qualidade de vida e os sintomas do climatério em mulheres com e sem transplante de fígado. MÉTODOS: Estudo de corte transversal com 52 mulheres em acompanhamento ambulatorial em um hospital universitário na região sudeste do Brasil no período de 04/02/09 a 05/01/11. Dessas mulheres, 24 tinham 35 anos ou mais e haviam sido submetidas a transplante de fígado a pelo menos um ano antes do início do estudo. As outras 28 mulheres não tinham doença hepática e suas idades e padrões menstruais eram similares ao das transplantadas hepáticas. Para avaliação da

  2. Risco da radiação ionizante em mulheres férteis submetidas à ablação por radiofrequência

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gustavo Glotz de Lima

    2013-11-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: A Comissão Internacional de Radiologia indica rastreamento com teste de gravidez a todas pacientes do gênero feminino em período fértil que serão submetidas a exame radiológico. Sabe-se que a radiação é teratogênica e que seu efeito é cumulativo. O potencial teratogênico inicia-se com doses próximas às das utilizadas durante esses procedimentos. Não se sabe a prevalência de teste de gravidez positivo em pacientes submetidos a estudo eletrofisiológico e/ou à ablação por cateter em nosso meio. OBJETIVO: Avaliar a prevalência de teste de gravidez positivo em pacientes do gênero feminino encaminhadas para estudo eletrofisiológico e/ou ablação por radiofrequência. MÉTODOS: Estudo transversal com análise de 2.966 pacientes submetidos a estudo eletrofisiológico e/ou ablação por cateter, de junho 1997 a fevereiro 2013, no Instituto de Cardiologia do Rio Grande do Sul. Foram realizados 1.490 exames em mulheres sendo que, destas, 769 encontravam-se em idade fértil. Todas as pacientes foram rastreadas com teste de gravidez no dia anterior ao procedimento. RESULTADOS: Detectou-se positividade do teste em três pacientes, impossibilitando a realização do exame. Observou-se prevalência de 3,9 casos por 1.000 mulheres em idade fértil. CONCLUSÃO: Devido ao baixo custo e à segurança, indica-se a realização de teste de rastreamento para gravidez a todas pacientes em idade fértil, uma vez que o grau de radiação ionizante necessária nesse procedimento é muito próximo ao limiar de teratogenicidade, principalmente no primeiro trimestre, quando os sinais de gestação não são exuberantes.

  3. Fatores de risco para câncer de mama em mulheres indígenas Teréna de área rural, Estado do Mato Grosso do Sul, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marilana Geimba de Lima

    Full Text Available Com o objetivo de se avaliar a distribuição de fatores de risco em mulheres indígenas Teréna no Estado do Mato Grosso do Sul, duas amostras destas foram entrevistadas, respectivamente em 1995 (330 mulheres voluntárias de dez aldeias teréna de área rural e em 1997 (quarenta mulheres da Aldeia de Limão Verde. Os padrões de vida reprodutiva, dieta, antecedentes patológicos pessoais e familiares foram levantados, bem como a determinação do índice de massa corporal (IMC. Na maior amostra, observou-se que a idade média à menarca foi de 12,3 anos (30% das mulheres referindo-a aos 13 anos ou mais, 86% das mulheres com antecedentes de uma ou mais gestações (42% com cinco ou mais, 71% com antecedentes de três ou mais gestações, idade média à primeira gestação de 18,9 anos (3.8% com 28 anos ou mais, aleitamento materno com duração média de 84 meses, e 70% das mulheres menopausadas antes dos cinqüenta anos de idade. O padrão referido de dieta na menor amostra revela elevado consumo de frutas, legumes, raízes e macarrão, com ingestão escassa de carne vermelha e frango, observando-se que 50% (IC 95%: 34.1-65.9 das mulheres apresentaram sobrepeso (IMC 25-29 e 27% (IC 95%: 15.1-44.1 obesidade (IMC > 29.

  4. Aderência à atividade física em mulheres submetidas à cirurgia por câncer de mama.

    OpenAIRE

    Maria Antonieta Spinoso Prado

    2001-01-01

    A importância do exercício físico pós mastectomia está na prevenção da limitação articular, linfedema, alterações posturais, fibrose muscular ou aderência tecidual da área cirúrgica. Objetivo: verificar em um grupo de mulheres mastectomizadas, a adesão à atividade física buscando identificar as barreiras e incentivos a esta prática. Respaldou-se no Modelo de Crenças em Saúde que busca explicar o comportamento humano quanto ao processo saúde/doença, de acordo com as variáveis: susceptibilidad...

  5. Considerações éticas sobre pesquisas com mulheres em situação de violência

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo de Mattos Russo Rafael

    2013-04-01

    Full Text Available Este ensaio tem por objetivo refletir sobre os princípios ético-metodológicos envolvidos em pesquisas com mulheres em situação de violência. O texto discute a aplicação dos princípios da beneficência e não maleficência durante as pesquisas que envolvem esta temática, apontando para recomendações balizadas pela privacidade, autonomia e contribuições imediatas para os sujeitos voluntários. A seguir, tomando como referencial teórico os princípios da justiça e equidade, os autores propõem um debate sobre os aspectos metodológicos envolvidos na garantia de proteção das entrevistadas, com vistas à melhoria da qualidade dos dados obtidos e possíveis contribuições sociais.

  6. Mulheres camponesas plantando saúde, semeando sonhos, tecendo redes de cuidado e de educação em defesa da vida

    OpenAIRE

    Vanderléia Laodete Pulga

    2014-01-01

    Esta tese consiste na identificação de contribuições político-pedagógicas dos movimentos sociais populares nas experiências e práticas culturais, integrativas, tradicionais de cuidado e de educação popular em saúde, especialmente do Movimento de Mulheres Camponesas, que poderão compor a caixa de ferramentas pedagógicas dos processos de formação de profissionais/trabalhadores (as) da saúde para sua atuação no Sistema Único de Saúde (SUS) em comunidades do campo, da floresta e das águas. A pesq...

  7. Excesso de peso e gordura abdominal para a síndrome metabólica em nipo-brasileiros

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniel D G Lerario

    2002-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: A obesidade, especialmente de distribuição abdominal, associa-se a fatores de risco cardiovasculares como a dislipidemia, a hipertensão arterial (HA e o diabetes mellitus (DM. A importância desses fatores em nipo-brasileiros foi previamente demonstrada, apesar de a obesidade não ser característica marcante dos migrantes japoneses. Realizou-se estudo com o objetivo de avaliar a prevalência de excesso de peso e a adiposidade central (AC em nipo-brasileiros e suas relações com distúrbios metabólicos. MÉTODOS: A amostra incluiu 530 nipo-brasileiros (40-79 anos de primeira e segunda gerações, submetidos a medidas antropométricas de pressão arterial, perfil lipídico e teste oral de tolerância à glicose. A prevalência (por ponto e intervalo de confiança de excesso de peso foi calculada pelo valor de corte >26,4 kg/m². O diagnóstico de AC foi baseado na razão entre as circunferências da cintura e do quadril (RCQ, sendo que valores > ou = 0,85 e > ou = 0,95, para mulheres e homens, respectivamente, firmavam esse diagnóstico. RESULTADOS: A prevalência de excesso de peso foi de 22,4% (IC95%-- 20,6-28,1, e a de AC, de 67,0% (IC95% -- 63,1-70,9. Além de maiores prevalências de DM, HA e dislipidemia, estratificando-se pelo índice de massa corporal (IMC e RCQ, indivíduos com excesso de peso e adiposidade central apresentaram pior perfil metabólico: a pressão arterial foi significantemente maior naqueles com excesso de peso, sem e com AC; indivíduos com AC apresentaram maiores índices de glicemia, triglicerídeos, colesterol total e LDL e menor HDL quando comparados aos sem excesso de peso e sem AC; a insulinemia de jejum foi significantemente maior em indivíduos com excesso de peso (sem e com AC do que naqueles sem excesso de peso e sem AC. CONCLUSÃO: A comparação de subgrupos com e sem adiposidade central foi compatível com a hipótese de que a deposição abdominal de gordura representa fator de risco para

  8. Excesso de peso e gordura abdominal para a síndrome metabólica em nipo-brasileiros

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lerario Daniel D G

    2002-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: A obesidade, especialmente de distribuição abdominal, associa-se a fatores de risco cardiovasculares como a dislipidemia, a hipertensão arterial (HA e o diabetes mellitus (DM. A importância desses fatores em nipo-brasileiros foi previamente demonstrada, apesar de a obesidade não ser característica marcante dos migrantes japoneses. Realizou-se estudo com o objetivo de avaliar a prevalência de excesso de peso e a adiposidade central (AC em nipo-brasileiros e suas relações com distúrbios metabólicos. MÉTODOS: A amostra incluiu 530 nipo-brasileiros (40-79 anos de primeira e segunda gerações, submetidos a medidas antropométricas de pressão arterial, perfil lipídico e teste oral de tolerância à glicose. A prevalência (por ponto e intervalo de confiança de excesso de peso foi calculada pelo valor de corte >26,4 kg/m². O diagnóstico de AC foi baseado na razão entre as circunferências da cintura e do quadril (RCQ, sendo que valores > ou = 0,85 e > ou = 0,95, para mulheres e homens, respectivamente, firmavam esse diagnóstico. RESULTADOS: A prevalência de excesso de peso foi de 22,4% (IC95%-- 20,6-28,1, e a de AC, de 67,0% (IC95% -- 63,1-70,9. Além de maiores prevalências de DM, HA e dislipidemia, estratificando-se pelo índice de massa corporal (IMC e RCQ, indivíduos com excesso de peso e adiposidade central apresentaram pior perfil metabólico: a pressão arterial foi significantemente maior naqueles com excesso de peso, sem e com AC; indivíduos com AC apresentaram maiores índices de glicemia, triglicerídeos, colesterol total e LDL e menor HDL quando comparados aos sem excesso de peso e sem AC; a insulinemia de jejum foi significantemente maior em indivíduos com excesso de peso (sem e com AC do que naqueles sem excesso de peso e sem AC. CONCLUSÃO: A comparação de subgrupos com e sem adiposidade central foi compatível com a hipótese de que a deposição abdominal de gordura representa fator de risco para

  9. Ramos colaterais parietais e terminais da aorta abdominal em Myocastor coypus (nutria Terminal and parietal colateral branches of the abdominal aorta in Myocastor coypus (nutria

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulete de Oliveira Vargas Culau

    2008-08-01

    Full Text Available Neste estudo, utilizaram-se 30 nutrias, 15 fêmeas e 15 machos, com o sistema arterial aórtico-abdominal preenchido com látex 603, pigmentado em vermelho, e fixado em uma solução aquosa de formaldeído a 20%. A aorta abdominal emitiu de sua superfície dorsal de 6 a 8 artérias lombares únicas. Das artérias renais, direita e esquerda, originaram-se as artérias frênico-abdominal para irrigar parte do diafragma e da parede abdominal lateral cranial. A aorta abdominal lançou dorsalmente, a artéria sacral mediana, cranialmente a sua bifurcação em artérias ilíacas comuns. As artérias ilíacas comuns, ramos terminais da aorta abdominal, originaram as artérias ilíacas interna e externa. A artéria ilíaca interna distribuiu-se nas vísceras da cavidade pélvica. A artéria ilíaca externa emitiu uma artéria umbilical e, antes de alcançar o anel femoral, lançou a artéria circunflexa ilíaca profunda para a parede abdominal lateral, em seus dois terços caudais. A artéria ilíaca externa lançou o tronco pudendo-epigástrico, que originou a artéria epigástrica caudal, para a parede abdominal ventral e a artéria pudenda externa, que saiu pelo canal inguinal, para irrigar a genitália externa. Os ramos parietais diretos da aorta abdominal foram as artérias lombares e a artéria sacral mediana, enquanto as artérias frênico-abdominal, circunflexa ilíaca profunda e epigástrica caudal, foram ramos colaterais parietais indiretos. Os ramos terminais da artéria aorta abdominal foram as artérias ilíacas comuns com seus ramos, as artérias ilíacas interna e externa.For this study it was used 30 nutria, 15 females and 15 males, with its abdominal aorta system full filled with latex 603, stained in red, and fixed in an aqueous solution of formaldehyde 20%. The abdominal aorta emitted from its dorsal surface 6 to 8 single lumbar arteries. From the renal arteries, left and right, it has been originated the phrenicoabdominal arteries

  10. Efeito de diferentes intervalos entre as tentativas do teste de 1-RM no desempenho de força máxima em mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rodney Coelho da Paixão

    2013-10-01

    Full Text Available O teste de uma repetição máxima (1-RM é frequentemente aplicado para medir a força de um indivíduo em um determinado exercício. O objetivo do presente estudo foi comparar o efeito de diferentes intervalos entre as tentativas do teste de 1-RM no desempenho de força máxima em mulheres no exercício leg press 45°. Para tanto, 12 voluntárias (19 ± 1 ano praticantes de exercícios resistidos há no mínimo seis meses foram submetidas a quatro sessões de testes, alternadas por no mínimo 48 horas de repouso. Os intervalos de recuperação entre as tentativas do teste de 1-RM foram de 30, 45, 60 e 180 segundos, sendo que a ordem de execução foi definida aleatoriamente. Para identificação da diferença entre os intervalos propostos foi aplicada a análise de variância ANOVA One-way (p < .05. Os resultados não revelaram diferenças significativas no desempenho de força máxima em mulheres, quando comparados os valores médios de teste obtidos em cada um dos intervalos propostos. Esses achados indicam que para a medida de força máxima no exercício leg press 45°, intervalos menores do que um minuto (30 - 45 segundos podem ser utilizados com a mesma precisão que intervalos maiores, garantindo maior economia de tempo para a aplicação do teste de 1-RM.

  11. Maternidade deslocada: a gravidez, o aborto voluntário e a saúde feminina para mulheres imigrantes em Portugal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristianne Maria Famer Rocha

    2013-12-01

    Full Text Available Objetivo: Identificar questões ligadas a temas como maternidade, gravidez, aborto voluntário e saúde feminina a partir da perspectiva de imigrantes brasileiras e africanas que vivem em Portugal. Métodos: Trata-se de um estudo exploratório e descritivo, de abordagem qualitativa, realizado em Portugal, entre maio e junho de 2008, com 35 mulheres imigrantes (provenientes do Brasil e de Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa – PALOP. As informações foram coletadas através de um questionário sociodemográfico e realização de grupo focal. Os dados foram analisados de acordo com o procedimento comum de análise de conteúdo. Emergiram disso duas categorias de análise: 1 Gravidez e Maternidade, e 2 Aborto Voluntário. Resultados: Participaram da pesquisa 15 brasileiras e 20 africanas, com idades entre 21 e 45 anos. As participantes brasileiras referem possuir maior nível de escolaridade em relação às mulheres africanas. Ambas, de maneira geral, passam por dificuldades diversas envolvendo gravidez, maternidade e aborto voluntário, principalmente pelas diferenças socioculturais enfrentadas nos países em que vivem. Conclusão: É necessária a adoção de um modelo social de saúde positiva, centrado nas demandas dos indivíduos e da população, e, na medida do possível, adaptado às suas especificidades. Nesse sentido, é relevante que sejam desenvolvidos modelos que promovam a participação dos imigrantes na elaboração de ações de promoção da saúde nessa área.

  12. Mudanças no desenvolvimento temporal da força em mulheres de diferentes faixas etárias

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Josária Ferraz Amaral

    2015-02-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: redução na força e na velocidade da contração muscular são duas das maiores causas de debilidade funcional em idosos. OBJETIVO: analisar as mudanças relacionadas à idade no desenvolvimento temporal da força de preensão manual e dos extensores do joelho em mulheres. MÉTODOS: a amostra foi constituída por 52 mulheres subdivididas em três grupos (JO. n=24, 25,2±3,7 anos; MI. n=13, 58±4,2 anos; ID. n=15, 71,3±3,9 anos. Os testes realizados foram o de preensão manual e o de extensão do joelho. Foram executadas três tentativas de esforço isométrico máximo em cada teste, e a curva com o valor máximo de força foi selecionada para análise por meio de um algoritmo desenvolvido em linguagem Matlab(r. A massa livre de gordura (MLG foi avaliada por meio da absortometria radiológica de dupla energia. RESULTADOS: foram observados entre os grupos valores semelhantes de força (p=0,831 e MLG do membro superior (p=0,207. A taxa de desenvolvimento da força (TDF foi menor nos intervalos iniciais da contração muscular (0-50 e 0-100ms nos grupos MI (p=0,005 e p=0,000, para 50ms e 100ms, respectivamente e ID (p=0,003 e p=0,000, para 50ms e 100ms, respectivamente. A MLG e a força do membro inferior foram menores nos grupos MI (p=0,006, p=0,014, respectivamente e ID (p0,05, porém, menor no grupo ID (p<0,05 em comparação ao JO, em todos os intervalos analisados. CONCLUSÃO: os resultados deste estudo sugerem que os grupos musculares dos membros superiores e inferiores possam ser afetados em diferentes magnitudes pelo envelhecimento. As diferenças entre os membros podem estar relacionadas à quantidade e qualidade das atividades físicas realizadas.

  13. Dilemas e desafios vividos por mulheres que migraram em função do trabalho do cônjuge

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sirlene Aparecida Carvalho Bezerra

    2013-12-01

    Full Text Available A intensificação da movimentação das empresas e de pessoas ao redor do mundo tornou-se cada vez mais constante e valorizada, fazendo surgir uma espécie de nomadismo organizacional e profissional. Nesse cenário não é apenas a vida profissional dos trabalhadores que é afetada, mas também a de toda a sua família, em especial das esposas, uma vez que a adaptação do funcionário ao novo ambiente organizacional e da própria família depende, em grande parte, da dela. Este trabalho teve por objetivo analisar os dilemas e desafios vividos por mulheres que migraram de cidade e em alguns casos de estado em função do trabalho do cônjuge. O arcabouço teórico contemplou os temas: gênero, trabalho, família e mobilidade. Com esta pesquisa pretende-se preencher parte da lacuna nos estudos acadêmicos relacionados à interculturalidade, no que diz respeito à mobilidade nacional e às questões de gênero, uma vez que pouco se tem discutido a respeito dos problemas de adaptação regional, principalmente em países com grande extensão geográfica e diversidade cultural como as do Brasil. Trata-se de uma pesquisa qualitativa cujos dados foram coletados por meio de entrevistas e analisados por meio da técnica de análise de conteúdo. Foram identificadas seis mulheres nessa condição na empresa em foco e quatro delas consentiram em participar da pesquisa. No que diz respeito à renúncia da carreira, o principal motivo foi dar aos cônjuges a oportunidade de realizarem o sonho de trabalhar numa grande empresa multinacional que é referência no ramo de atividade. Nos primeiros meses, as mulheres se dedicaram às questões do lar e da família e só depois tentaram retomar suas vidas profissionais. Nenhuma delas conseguiu retomar a carreira interrompida. Dentre os dilemas vivenciados pelas mulheres, destacam-se dificuldades de adaptação à cultura local, à construção de nova rede de relacionamento e amizades, e a retomada da vida

  14. Treinamento de sobrecarga muscular não afeta o diâmetro das principais veias dos membros inferiores em mulheres adultas com insuficiência venosa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gigliola Cibele Cunha da Silva

    2010-12-01

    Full Text Available O exercício físico pode promover benefícios na funcionalidade do sistema venoso. Contudo, tratando-se de exercício com sobrecargas musculares, observa-se contraindicações quanto à sua prática diante da possibilidade da mesma estar relacionada ao agravamento das disfunções venosas. OBJETIVO: Analisar os efeitos da prática do exercício com sobrecargas musculares sobre o diâmetro venoso de mulheres fisicamente inativas portadoras de insuficiência venosa crônica de membros inferiores. MÉTODOS: Vinte e duas mulheres com idades entre 21 e 58 anos (34,27 ± 12 anos foram divididas aleatoriamente em dois grupos: experimental (n = 12 e controle (n = 10. O treinamento com cargas foi realizado por 16 semanas, e o diâmetro venoso foi medido nas veias safenas magna (em nível da coxa e perna e parva no membro inferior esquerdo por meio de ecodoppler colorido. Utilizou-se a ANOVA por dois fatores para avaliar as possíveis modificações dos diâmetros entre os grupos e ao longo do tempo (p < 0,05. RESULTADOS: Não foram encontradas alterações significativas nos diâmetros das veias safenas parva (porções superior, média e inferior: p = 0,80, 0,32 e 0,20, respectivamente, magna em nível da perna (p = 0,17, 0,74 e 0,96 e magna em nível da coxa (p = 0,57, 0,67 e 0,52. CONCLUSÃO: A prática do exercício com sobrecargas musculares pode ser considerada um meio de intervenção ou tratamento, uma vez que não promoveu alterações no diâmetro venoso de mulheres que apresentaram insuficiência venosa crônica nos membros inferiores.

  15. Contracepção hormonal e anti-retrovirais em mulheres infectadas pelo HIV Hormonal contraception and antiretroviral therapy among HIV-infected women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliana Amaral

    2006-11-01

    Full Text Available Há controvérsia sobre a relação entre o uso de contraceptivos hormonais e o risco de adquirir o vírus da imunodeficiência humana (HIV, e pouco se sabe sobre os efeitos da contracepção hormonal em mulheres infectadas (efeitos colaterais, distúrbios menstruais, progressão da doença, interações com terapias anti-retrovirais. O objetivo deste artigo foi revisar os dados disponíveis quanto à vulnerabilidade ao HIV e à sua transmissibilidade na vigência do uso de contraceptivos hormonais bem como as conseqüências potenciais do uso desses contraceptivos por mulheres HIV-positivas sob terapia anti-retroviral (TARV, com ênfase nas interações medicamentosas. Concluiu-se que ainda não é possível elaborar recomendações, baseadas em evidências, sobre a contracepção hormonal em mulheres portadoras do HIV sob TARV. Assim, os infectologistas e os ginecologistas devem estar atentos às interações potenciais que possam representar aumento de efeitos adversos, individualizando a orientação sobre os esteróides contraceptivos, suas doses e vias de administração, considerando a TARV em uso.There is much controversy regarding the realtionship between the use of hormonal contraceptives and the risk of acquiring human immunodeficiency virus (HIV, and little is known about the effects of hormonal contraception in HIV-infected women (adverse events, menstrual disorders, disease progression, antiretroviral therapy interactions. The aim of the present study was to review available data regarding HIV vulnerability and transmission associated with hormonal contraceptives and the use of these contraceptives by women on antiretroviral therapy, with emphasis on drug interactions. In conclusion, it was not possible to offer evidence-based recommendations for the use of hormonal contraceptives among HIV-infected women under antiretroviral therapy. Infectious disease specialists and gynecologists providing care should be cautious about potential

  16. Associação entre marcadores inflamatórios e fatores de risco cardiovascular em mulheres de Kolkata, W.B, Índia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Debdutta Ganguli

    2011-01-01

    Full Text Available FUNDAMENTO: Recentes pesquisas tem se concentrado no uso de biomarcadores inflamatórios na previsão de risco cardiovascular. Entretanto, a informação é escassa em relação à associação entre esses marcadores inflamatórios com outros fatores de risco cardiovasculares em indianos asiáticos, particularmente em mulheres. OBJETIVO: Explorar a associação entre marcadores inflamatórios tais como proteína C-reativa de alta sensibilidade (PCR-as e contagem de leucócitos (LEU e fatores de risco cardiovascular tais como adiposidade geral e central, pressão arterial, variáveis lipídicas e lipoproteicas e glicemia de jejum. MÉTODOS: Conduzimos uma análise transversal de 100 mulheres com idade entre 35-80 anos. As participantes foram selecionadas através da metodologia de amostragem por cluster, de 12 distritos urbanos selecionadas ao acaso na Corporação Municipal de Kolkata, Índia. RESULTADOS: A PCR-as apresentou uma associação significante com o índice de massa corporal (IMC (p < 0,001 e circunferência da cintura (CC (p = 0,002. Associações significantes inversas foram observadas entre a lipoproteína de alta densidade colesterol (HDL-c e ambos marcadores inflamatórios PCR-as (p = 0,031 e LEU (p = 0,014. A apo-lipoproteína A1 (Apo A1 também estava negativamente associada com a PCR-as. A contagem de leucócitos apresentou uma correlação significante com a glicemia de jejum e a razão colesterol total (CT /HDL-C. Usando regressão logística ajustada para idade, IMC (odds ratio/OR, 1,186; intervalo de confiança/IC, 1,046-1,345; p=0,008 e LEU (OR, 1,045; IC, 1,005-1,087; p=0,027 foram as covariantes significantemente associadas com a PCR-as. CONCLUSÃO: No presente estudo, os fatores de risco tais como IMC, CC e HDL-c e Apo-A1 mostraram uma associação significante com PCR-as. A contagem de leucócitos estava significantemente associada com os níveis de HDL-c, glicemia de jejum, razão CT/HDL-c em mulheres.

  17. Prevalência de depressão em mulheres idosas com fratura de quadril Prevalence of depression in older women with hip fracture

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andréia Cristina Bustamante Costa

    2009-01-01

    Full Text Available CONTEXTO: A fratura de quadril possui elevada prevalência, principalmente em mulheres idosas. A depressão possui elevada prevalência nas mulheres e dados da literatura sugerem a existência de uma associação entre depressão e risco de fratura de quadril. Entretanto, não encontramos estudos brasileiros investigando especificamente esse tópico. OBJETIVOS: Investigar, em mulheres idosas, a prevalência de episódio depressivo maior precedendo a fratura de quadril e comparar com a prevalência de depressão em um grupo controle. MÉTODOS: Foram avaliadas 65 mulheres idosas, sendo 30 com fratura de quadril e 35 sem fratura de quadril. Para avaliar a depressão, utilizaram-se a Entrevista Clínica Estruturada para DSM-IV (SCID e a Escala de Hamilton para Depressão na versão de 31 itens (HAM-D-31; para a avaliação do estado cognitivo, utilizou-se o Mini-Exame do Estado Mental (Mini Mental State Examination " MMSE. RESULTADOS: As pacientes com fratura de quadril apresentaram uma tendência para maior prevalência de história de episódio depressivo maior (p = 0,08 e menor pontuação para o MMSE. CONCLUSÕES: Neste estudo preliminar, encontrou-se uma tendência para maior prevalência de depressão em mulheres idosas com fratura de quadril. Estudos multicêntricos são recomendados para investigar essa possível associação na população brasileira.BACKGROUND: Hip fracture has a high prevalence, especially among older women. Depression is common among females and data have suggested the existence of an association between depression and risk of hip fracture. However, we could not find Brazilian studies focusing specifically this issue. OBJECTIVES: To investigate, in elderly women, the prevalence of major depressive episode previously to the hip fracture and compare with the prevalence of depression in a control group. METHODS: We evaluated 65 elderly women, 30 with hip fracture and 35 without a hip fracture. To evaluate the depression we

  18. The three factor eating questionnaire - R21: tradução para o português e aplicação em mulheres brasileiras The three factor eating questionnaire - R21: translation and administration to Brazilian women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lara Cristiane Natacci

    2011-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar e discutir a relação dos comportamentos de restrição cognitiva, alimentação emocional e descontrole alimentar entre si e com os parâmetros antropométricos: índice de massa corporal e circunferência abdominal. MÉTODOS: Tradução para o português e aplicação do The Three Factor Eating Questionnaire - versão reduzida de 21 itens, com subsequente comparação aos parâmetros antropométricos de 125 mulheres trabalhadoras do Instituto Central do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, escolhidas casualmente em um grupo de 800 interessados em orientação nutricional. RESULTADOS: Encontraram-se associações entre a alimentação emocional e o descontrole alimentar, além de associações entre alimentação emocional e descontrole alimentar, índice de massa corporal e circunferência abdominal. CONCLUSÃO: O The Three Factor Eating Questionnaire - versão reduzida de 21 itens mostrou-se um instrumento adequado para identificar os comportamentos de restrição cognitiva, alimentação emocional e descontrole alimentar, padrões de comportamentos cuja análise pode servir como ponto de partida para a adoção de estratégias de abordagem de orientação nutricional em programas de controle de peso.OBJECTIVE: This study analyzed and discussed how cognitive restraint, emotional eating and bingeing behaviors interrelate and relate with the anthropometric parameters BMI and waist circumference. METHODS: The short version of The Three Factor Eating Questionnaire consisting of 21 items was translated into Portuguese, administered to 125 female employees from the Central Unit of the Universidade de São Paulo School of Medicine Clinics Hospital and compared with the anthropometric data of these women who had been casually selected from a group of 800 individuals interested in nutrition counseling. RESULTS: Emotional eating was found to be associated with bingeing, body mass index and

  19. BENEFÍCIOS DO TREINAMENTO AERÓBIO SUBMÁXIMO SOBRE A COMPOSIÇÃO CORPORAL E LIMIAR ANAERÓBIO EM MULHERES COM PREDOMINÂNCIA DE SOBREPESO E OBESIDADE

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    N. P. A. BONIFÁCIO

    2008-09-01

    Full Text Available

    Evitar a obesidade e manter adequado o peso corporal de forma saudável é resultado do controle da ingestão de energia associada à prática regular de atividade física. A adoção de tais hábitos de vida leva também à redução de importantes fatores de risco para as doenças crônicas. Neste estudo foi verificada a influência do exercício físico sobre o limiar anaeróbio e a composição corporal em mulheres. A amostra foi constituída por 30 mulheres sedentárias, entre 30 e 55 anos, com sobrepeso ou obesidade (IMC= 29,0 ± 4,61 kg/m2, que foram submetidas a treinamento físico aeróbio submáximo, três vezes por semana, durante 12 semanas. Ao final do experimento o grupo reduziu significativamente o peso corporal (2,0 ± 3,0%, o IMC (2,0 ± 3,0%, as pregas cutâneas: abdominal (15,4 ± 15,5%, triciptal (18,7 ± 13,3%, da coxa (20,0 ± 17,2% e a gordura corporal total, medida por bioimpedância (15,4 ± 11,0%. Durante o teste de lactacidemia foram detectados aumentos na carga máxima (-14,4 ± 12,5%, carga do limiar (19,4 ± 21,3% e redução do lactato sérico (24,0 ± 43,0%, resultando em aumento do limiar anaeróbio pós-treinamento. A interpretação conjunta dos resultados sugere que o exercício físico orientado melhora significativamente o condicionamento físico e a composição corporal das mulheres em pré-menopausa com predominância de sobrepeso e obesidade.

  20. Intencionalidade da ação de Cuidar mulheres em situação de violência: contribuições para a Enfermagem e Saúde

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Laura Ferreira Cortes

    Full Text Available RESUMO Objetivo: Apreender as motivações da ação da enfermeira ao cuidar de mulheres em situação de violência. Métodos: Pesquisa qualitativa, fundamentada na Fenomenologia Sociológica de Alfred Schutz. Realizaram-se dez entrevistas com enfermeiras que haviam cuidado dessas mulheres em um Hospital e, Pronto Atendimento da Rede Pública do Rio Grande do Sul, Brasil, no período de janeiro a abril de 2013. Resultados: A intencionalidade da ação desvelou a busca inicial da recuperação da saúde física das mulheres, permeada pela expectativa de compreender a situação; proporcionar bem-estar emocional, apoio e a continuidade do cuidado, para que as mulheres possam construir uma vida sem violência. Conclusão: O típico da ação revela a premência de se ampliar o foco do cuidado para o sujeito em sua situação biográfica singular. Vislumbram-se ações que visem desconstruir as atitudes naturais em relação à violência vivida.

  1. Identificação do papilomavírus humano por biologia molecular em mulheres assintomáticas Genital human papillomavirus infection identification by molecular biology among asymptomatic women

    National Research Council Canada - National Science Library

    Bernadete Nonnenmacher; Vanessa Breitenbach; Luisa Lina Villa; João Carlos Prolla; Mary Clarisse Bozzetti

    2002-01-01

    ... câncer cervical, em Porto Alegre, Brasil. As mulheres foram consideradas infectadas pelo HPV quando apresentaram o teste de DNA positivo para esse vírus, tanto pelo método de captura híbrida II (CH II) como pelo método de...

  2. Gravidade psicopatológica em mulheres vítimas de violência doméstica Psychopathology severity in women victims of violence

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Adriana Cristine Fonseca Mozzambani

    2011-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a presença de sintomas psicopatológicos em mulheres vítimas de violência doméstica (VD que procuraram uma delegacia de defesa da mulher. MÉTODO: Foram avaliadas mulheres com idade entre 20 e 50 anos que deram entrada em uma delegacia da mulher com queixa de VD. Durante a entrevista, todas foram submetidas ao Relatório de Indicadores Sociais e preencheram os seguintes instrumentos de autoaplicação: Inventário de Depressão de Beck, Inventário de Ansiedade de Beck, Post-Traumatic Stress Disorder Checklist - Civilian Version e o Questionário de Experiências Dissociativas Peritraumáticas (todos em língua portuguesa. Foram usadas notas de corte a partir dos estudos de validação desses instrumentos para categorizar indivíduos com alta probabilidade de apresentar transtorno depressivo maior, transtorno de ansiedade, transtorno de estresse pós-traumático, ou alta/baixa dissociação peritraumática. RESULTADOS: Foram avaliadas 17 mulheres com idade média de 34,7±7,7 anos. O tempo médio de duração da violência foi de 9,1±8,7 anos. Do total de mulheres, 53% eram vítimas de agressão excessiva e 84% eram ameaçadas de morte pelo companheiro; em 71% dos casos, os companheiros eram usuários de drogas. Além disso, 53% das mulheres afirmaram ter sofrido VD na infância. Do total da amostra, 89% tiveram grande probabilidade de apresentar transtorno depressivo maior, 94% transtorno de ansiedade, 76% transtorno de estresse pós-traumático e 88% apresentaram elevados níveis de experiências dissociativas peritraumáticas. CONCLUSÃO: As vítimas de VD que dão entrada em delegacias de defesa da mulher têm alta probabilidade de apresentar morbidade psiquiátrica, assim como alterações cognitivas que as impossibilitam de sair do ciclo da violência.OBJECTIVE: To assess the presence of psychopathological symptoms in women victims of domestic violence who seek help at police units offering women's protective

  3. Avaliação da síndrome da dor patelofemoral em mulheres - doi:10.5020/18061230.2011.p5

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Altair Argentino Pereira Júnior

    2012-01-01

    Full Text Available Objetivo: Avaliar mulheres com diagnóstico de síndrome da dor patelofemoral (SDPF. Métodos: Estudo de caráter descritivo realizado com 40 mulheres na faixa etária entre 18 a 40 anos, com diagnóstico médico definido de SDPF. Realizou-se a verificação da função do joelho através da escala de Lysholm; avaliação cinético-funcional e radiológica; determinação do índice de massa corporal (IMC e investigação do nível de atividade física pelo Questionário Internacional de Atividade Física. Resultados: Observou-se predomínio de geno valgo, rotação femoral interna, patela lateralizada e alta. O nível de atividade física foi menor que 150 minutos em 21 (52,5% da amostra. Constatou-se sobrepeso em 16 (40% e função do joelho classificada como insatisfatória em 31 (77,5% das participantes. Conclusão: As participantes do estudo apresentaram alterações cinético-funcionais semelhantes e presença de sobrepeso. A SDPF compromete a função do joelho, dificultando as atividades de vida diária e a prática esportiva.

  4. Prevalence of suicide risk and comorbidities in postpartum women in Pelotas Prevalência do risco de suicídio e de comorbidades em mulheres pós-parto em Pelotas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniele Tavares

    2012-10-01

    Full Text Available OBJECTIVES: To evaluate the prevalence of suicide risk and comorbidities in postpartum women. METHODS: This is a cross-sectional study of postpartum women. The sample comprised mothers who have received prenatal care from the Brazilian National System of Public Heath in the city of Pelotas. Suicide risk and other mental disorders were evaluated using the Mini International Neuropsychiatric Interview (MINI. A yes answer on one of the six interview questions was considered a sign of suicide risk. RESULTS: The sample consisted of 919 postpartum women. The 11.5% suicide prevalence was 4.62 (CI 2.45, 8.73 times higher in women with low educational levels. Women with comorbid depression or an anxiety disorder showed a 17.04 (CI 2.27; 19.96 times greater risk of suicide than those who did not suffer from any mood disorder. CONCLUSION: Lower education levels and psychiatric disorders are associated with suicide risk. Bipolar disorder is the psychiatric disorder with the highest impact on suicide risk.OBJETIVOS: Avaliar a prevalência do risco de suicídio e de comorbidades em mulheres pós-parto. MÉTODOS: Este foi um estudo em corte transversal com mulheres pós-parto. A amostra foi constituída de mães que receberam cuidados pré-natais prestados pelo Sistema Nacional de Saúde Pública do Brasil na cidade de Pelotas. O risco de suicídio e outros transtornos mentais foram avaliados pela Mini International Neuropsychiatric Interview (MINI. Uma resposta afirmativa a qualquer das seis perguntas é considerada um risco de suicídio. RESULTADOS: A amostra consistiu de 919 mulheres pós-parto. A prevalência do risco de suicídio foi de 11,5%. Ela foi 4,62 vezes mais alta (IC de 95% 2,45; 8,73 em mulheres de baixo nível educacional. Mulheres apresentando qualquer comorbidade para depressão e transtornos ansiosos tiveram uma chance 17,04 vezes maior (IC 95% 2,27; 19,96 àquelas que não apresentaram nenhum transtorno afetivo. CONCLUSÃO: Um n

  5. Violência doméstica: análise das lesões em mulheres Domestic violence: an analysis of injuries in female victims

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cléa Adas Saliba Garbin

    2006-12-01

    Full Text Available Este estudo tem como objetivo avaliar a prevalência de lesões de cabeça e pescoço em mulheres, frente aos inquéritos policiais registrados como lesão corporal e maus-tratos na Delegacia de Defesa da Mulher de Araçatuba, São Paulo, Brasil, no ano de 2002. Foram totalizados 204 inquéritos policiais no ano de 2002, e destes extraídos 33 laudos periciais referentes aos crimes de lesões corporais e maus-tratos em mulheres. Analisou-se nos laudos médicos da perícia, aspectos relativos à idade das vítimas e local das lesões por elas apresentadas na ocasião do exame. Os resultados encontrados revelam que as agressões ocorrem em faixas etárias diversas, com predominância na infância e adolescência. Além disso, ocorreu a maior prevalência de lesões na região da cabeça e pescoço, área de atuação do cirurgião-dentista que necessita estar preparado para atender, entre outros, o paciente vítima de violência.This study aimed to evaluate the prevalence of head and neck injuries in females based on complaints registered as bodily harm or cruel and unusual punishment at the Women's Defense Precinct in Araçatuba, São Paulo State, Brazil, in 2002. A total of 204 police inquiries were conducted in 2002, resulting in 33 police reports of bodily harm and cruel and unusual punishment to females. The police reports were examined as to victim's age and site of injury. The results showed that injuries are inflicted on various age brackets, with a higher prevalence in children and adolescents. In addition, the highest prevalence of injuries was in the head and neck, encompassing the area where dentists work and where they should be prepared to treat victims of such violence.

  6. Manuseio da síndrome compartimental abdominal em unidade de tratamento intensivo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Carlos Von Bahten

    Full Text Available A síndrome compartimental abdominal (SCA decorre de um aumento agudo na pressão intra-abdominal (PIA, promovendo alterações fisiológicas adversas devido ao acometimento dos principais sistemas orgânicos, podendo levar a falência orgânica e óbito. OBJETIVO: Avaliar a SCA em pacientes com hipertensão intra-abdominal (HIA admitidos na unidade de terapia intensiva (UTI. MÉTODO: Foi realizado um estudo de 548 pacientes submetidos a laparotomia, necessitando de UTI, durante o período de janeiro de 1997 a março de 2001. RESULTADOS: A SCA foi identificada em 29 pacientes (5,29%. Analisando-se o valor máximo de PIA, 9 (31,03% foram grau II, 10 (34,48% foram grau III e 10 (34,48% foram grau IV. Dezoito (62,07% foram reoperados e o fechamento temporário foi realizado em 6 (20,69%. A mortalidade global foi de 68,97%, sendo que a SCA grau II teve 55,56% de mortalidade; a de grau III, 50%; a de grau IV, 100% e a mortalidade dos pacientes reoperados, 61,11%. CONCLUSÕES: A SCA acarreta elevada mortalidade, mesmo com a reoperação precoce e adequado manejo em UTI, devendo-se manter maiores cuidados na sua identificação e prevenção.

  7. Fatores psicossociais e a infecção por HIV em mulheres, Maringá, PR Psychosocial aspects of HIV infection among women in Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Rozilda Neves Alves

    2002-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a percepção do risco de infecção em mulheres infectadas pelo HIV, antes de elas receberem o resultado positivo para essa patologia. MÉTODOS: Estudo exploratório com entrevistas em profundidade em amostra de conveniência constituída de 26 mulheres que freqüentavam o ambulatório de um centro regional de saúde em Maringá, PR. A entrevista foi semidirigida com um roteiro de perguntas fechadas e abertas sobre características sociodemográficos, conhecimento sobre prevenção primária e secundária, percepção de risco antes do teste positivo para HIV, impacto do resultado em suas vidas -- inclusive a sexual -- depois de saberem ser portadoras do vírus. Os resultados foram analisados pela metodologia de análise de conteúdo. RESULTADOS: Apesar de ter consciência de que essa doença pode atingir qualquer um, nenhuma das 26 mulheres estudadas acreditava estar infectada pelo HIV/Aids. Os mecanismos psicológicos, "negação", "evitação", "onipotência do pensamento" e "projeção" foram os que puderam ser identificados como aqueles que as mulheres mais utilizaram para lidar com as dificuldades e as ansiedades decorrentes da percepção de risco e das normas e relações de gêneros hegemônicas presentes na cultura brasileira. Verificou-se que, se o uso desses mecanismos alivia a angústia, por outro lado aumenta a vulnerabilidade das mulheres. Elas se sentem incapazes de atuar, e muitas mantêm relações sexuais desprotegidas com os parceiros, expondo-se à gravidez indesejada e à reinfecção. CONCLUSÕES: Os programas de prevenção do HIV devem considerar também aspectos psicológicos, socioeconômicos e culturais que interferem na vulnerabilidade das mulheres, antes e depois da infecção. Para haver maior alcance de suas ações, os programas devem ir além da distribuição massiva de informações e usar abordagens psicoeducativas em pequenos grupos que estimulem a conscientização das mulheres para al

  8. Retenção da capacidade funcional em mulheres idosas após a cessação de um programa de treino multicomponente: estudo longitudinal de 3 anos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luis Filipe Leitão

    2015-12-01

    Full Text Available A atividade física proporciona benefícios para a saúde e qualidade de vida de mulheres idosas. Ainda são escassos os estudos longitudinais em mulheres idosas com duração superior a um ano de prática de exercício físico. Assim o objetivo do estudo foi analisar os efeitos de três anos de treino multicomponente na capacidade funcional de mulheres idosas. Métodos: 51 mulheres (66.7±5.30 anos e 159±0.11cm participaram ao longo de três anos num programa constituído por períodos de nove meses de treino multicomponente seguidos de três meses de destreino. As avaliações decorreram no início/fim de cada período de treino e destreino. Resultados: No 1º, 2º e 3º ano verificaram-se aumentos estatisticamente significativos em todos os parâmetros da capacidade funcional (p<0.05. No entanto, o 2º ano revelou ser o período de treino onde observamos os maiores aumentos nos testes T6M (7.43%, SA (383.33%, AC (40.33%, FA (13.05% e LS (12.5% (p<0.05. Os testes T6M, LS, FA, AC, SA melhoraram entre 4.17% a 576.60% em todos os períodos de treino e diminuíram entre 3.21% a 85.31% em todos os períodos de destreino. Conclusões: Três anos de treino multicomponente contribuíram para a melhoria da capacidade funcional em mulheres idosas, principalmente no 2º ano de intervenção.

  9. Cuidado às mulheres em situação de violência conjugal: importância do psicólogo na Estratégia de Saúde da Família

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nadirlene Pereira Gomes

    2014-04-01

    Full Text Available A violência conjugal compromete a saúde mental das mulheres, estando associada à baixa autoestima e depressão. No fomento de ações para enfrentamento desse agravo, destaca-se a atuação dos psicólogos. Objetivou-se compreender o significado do apoio psicológico à mulher em situação de violência conjugal, no âmbito da Estratégia de Saúde da Família. Foram realizadas entrevistas com 52 profissionais que atuam em unidades de saúde em Santa Catarina, Brasil. A coleta e análise de dados basearam-se na Teoria Fundamentada nos Dados. Os profissionais de saúde significam que as mulheres em vivência de violência conjugal necessitam de apoio psicológico e as referenciam para o psicólogo, por considerá-los mais bem preparados para o empoderamento da mulher no sentido de romper com a situação de violência. Todavia, queixam-se do número limitado de psicólogos, considerando a demanda na comunidade. Sinaliza-se para a necessidade de repensar as ações em saúde no âmbito da Atenção Primária à Saúde, a partir da integração e articulação intersetorial a fim de que seja assegurado às mulheres o apoio psicológico necessário para o enfrentamento da violência conjugal.

  10. Os efeitos da hanseníase em homens e mulheres: um estudo de gênero

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Oliveira Maria Helena Pessini de

    1998-01-01

    Full Text Available Por meio das representações sociais, detectamos diferentes experiências de viver a hanseníase no contexto familiar e individual de uma população constituída por 202 hansenianos (132 homens e 70 mulheres, inscritos no programa de controle e tratamento dos serviços de saúde de Ribeirão Preto. Duas etapas para coletas de informaç��es foram realizadas. Na primeira, os hansenianos responderam a um questionário com perguntas estruturadas; na segunda, foram ouvidos relatos de situações vividas no cotidiano de dez homens e mulheres. Os dados revelaram que a doença mobilizou representações diferentes entre os homens e mulheres nos diferentes grupos sociais. A hanseníase representou um desequilíbrio entre os gêneros, acentuando as desigualdades já existentes no campo sócio-cultural e criando novos problemas responsáveis pelos prejuízos bio-psico-sociais e econômicos, além dos estigmas que pesam sobre os indivíduos. Tais resultados devem reorientar os programas de controle e tratamento, visando à recuperação social dos hansenianos, e também servir de paradigma a novas investigações.

  11. Homocisteinemia em mulheres com síndrome dos ovários policísticos Homocysteinemia in polycystic ovary syndrome women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joeline Maria Cleto Cerqueira

    2010-03-01

    Full Text Available OBJETIVOS: comparar os níveis sanguíneos de homocisteína em mulheres com e sem a síndrome dos ovários policísticos (SOP e correlacioná-los com os parâmetros clínicos, hormonais e metabólicos. MÉTODOS: estudo tipo corte transversal com 110 mulheres: 56 com SOP e 54 controles normais. As pacientes foram submetidas à anamnese, exame físico e ultrassonografia pélvica, dosagens de homocisteína, da proteína C reativa (PCR, glicose, insulina, hormônio folículo-estimulante (FSH, hormônio luteinizante (LH, hormônio tireoide-estimulante (TSH, tiroxina livre (T4L, prolactina e testosterona.. Para análise estatística, foram usados os testes t de Student, χ2 e a correlação de Pearson. A realização da análise multivariada, pelo método "enter", foi utilizada para verificar a associação independente entre as variáveis. RESULTADOS: encontrou-se um aumento significativo na média dos níveis plasmáticos de homocisteína nas pacientes com SOP quando comparadas ao Grupo Controle (5,9±2,9 versus 5,1±1,3 µmol/L; p=0,01. Como era esperado, por fazerem parte do quadro clínico da SOP, o índice de massa corpórea, circunferência abdominal, colesterol total, colesterol HDL, triglicerídeos, insulina e HOMA também se mostraram com diferenças significativas entre os dois grupos. Houve correlação da SOP e do IMC com os níveis de homocisteína. A análise multivariada mostrou que a SOP por si só não se correlaciona com altos níveis de homocisteína. CONCLUSÕES: pacientes com SOP estão expostas a níveis significativamente altos de homocisteína, porém outros fatores intrínsecos à síndrome, e não identificados neste estudo, seriam os responsáveis por esta alteração.PURPOSE: to compare serum homocysteine levels in polycystic ovary syndrome (PCOS and non-PCOS women and correlate them with clinical, hormonal and metabolic parameters. METHODS: transverse study with carried out on 110 women, including 56 with PCOS and 54

  12. Opinião das mulheres sobre as circunstâncias em que os hospitais deveriam fazer abortos Women's opinions on circumstances under which hospitals should perform abortions

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria José Duarte Osis

    1994-09-01

    Full Text Available Pouco se sabe a respeito da opinião que as mulheres brasileiras têm acerca do aborto provocado. Em um estudo realizado na região de Campinas, se quis conhecer, entre outras coisas, o que pensavam as mulheres sobre as circunstâncias em que os hospitais deveriam fazer abortos. Foram entrevistadas 1838 mulheres em idade fértil e que tinham engravidado pelo menos uma vez. Para saber se existiam algumas características das mulheres associadas à sua opinião, foi feita uma análise univariada, seguida por uma multivariada por regressão logística. As mulheres solteiras e as que haviam tido pelo menos um aborto provocado foram as que tiveram opinião mais favorável à realização de abortos pelos hospitais em todas as circunstâncias perguntadas. As circunstâncias de estupro, risco de vida para a mulher e malformação fetal foram as que tiveram maior acordo. A proporção de mulheres que se manifestaram favoráveis foi menor no caso de aborto por razões que trazem conseqüências à mulher mas não podem ser observadas direta e objetivamente por outras pessoas.Little is known about the opinion of Brazilian women on induced abortion. One objective of a study carried out in the region of Campinas, São Paulo State, was to learn whether women agreed as to specific circumstances under which hospitals should provide abortions. A total of 1838 women of childbearing age and who had been pregnant at least once were interviewed. Single women and those who had had at least one induced abortion were the ones who most agreed with hospitals performing abortions under the circumstances presented. The circumstances most accepted were rape, the woman's life being at risk, and fetal malformation. A smaller percentage of women were in favor of abortion when the reasons affected the woman but could not be observed in a direct and objective way by others.

  13. Fatores associados à violência por parceiro íntimo em mulheres brasileiras Factores asociados a la violencia por pareja íntima en mujeres brasileras Factors associated with intimate partner violence against Brazilian women

    OpenAIRE

    Ana Flávia Pires Lucas D'Oliveira; Lilia Blima Schraiber; Ivan França-Junior; Ana Bernarda Ludermir; Ana Paula Portella; Carmen Simone Diniz; Márcia Thereza Couto; Otávio Valença

    2009-01-01

    OBJETIVO: Estimar a prevalência e os fatores associados à violência física e/ou sexual por parceiro íntimo em diferentes contextos socioculturais. MÉTODOS: Estudo transversal, participante do WHO Multi-country Study on Women's Health and Domestic Violence against women, com amostra representativa de mulheres no município de São Paulo e Zona da Mata de Pernambuco, região com normas mais tradicionais de gênero. Foram entrevistadas no domicílio 940 mulheres de São Paulo e 1.188 da Zona da Mata, ...

  14. Prevalência e fatores associados à obesidade abdominal em indivíduos na faixa etária de 25 a 59 anos do Estado de Pernambuco, Brasil Prevalencia y factores asociados a la obesidad abdominal en individuos en una franja de edad de 25 a 59 años del estado de Pernambuco, Brasil Prevalence of abdominal obesity and associated factors among individuals 25 to 59 years of age in Pernambuco State, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudia Porto Sabino Pinho

    2013-02-01

    Full Text Available Com o objetivo de estimar a prevalência de obesidade abdominal e avaliar os fatores associados em adultos do Estado de Pernambuco, Brasil, foi realizado, em 2006, um estudo transversal, de base populacional, envolvendo 1.580 indivíduos na faixa etária de 25-59 anos. A obesidade abdominal foi determinada pela circunferência da cintura ≥ 80cm para mulheres e ≥ 94cm para homens. O modelo conceitual considerou variáveis socioeconômicas, demográficas, reprodutivas e comportamentais. A prevalência de obesidade abdominal foi de 27,1% (IC95%: 23,8-30,7 no sexo masculino e 69,9% (IC95%: 66,8-72,8 no feminino (p Con el objetivo de estimar la prevalencia de obesidad abdominal y evaluar los factores asociados en adultos del estado de Pernambuco, Brasil, se realizó, en 2006, un estudio transversal, de base poblacional, involucrando a 1.580 individuos en una franja de edad de 25-59 años. La obesidad abdominal fue determinada por la circunferencia de la cintura ≥ 80cm para mujeres y ≥ 94cm para hombres. El modelo conceptual consideró variables socioeconómicas, demográficas, reproductivas y de comportamiento. La prevalencia de obesidad abdominal fue de un 27,1% (IC95%: 23,8-30,7 en el sexo masculino y un 69,9% (IC95%: 66,8-72,8 en el femenino (p In order to estimate the prevalence of abdominal obesity and associated factors in Pernambuco State, Brazil, a cross-sectional population-based study was conducted in 2006, including 1,580 adults 25 to 59 years of age. Abdominal obesity was defined as waist circumference (WC ≥ 80cm in women and ≥ 94cm in men. The conceptual model included demographic, socioeconomic, reproductive, and behavioral variables. Prevalence of abdominal obesity was 27.1% (95%CI: 23.8-30.7 in males and 69.9% (95%CI: 66.8-72.8 in females (p < 0.001. Multivariate analysis showed higher prevalence in men 50 years or older in the metropolitan area and those with higher income, former smokers, and drinkers. Among women

  15. Manobra de recrutamento alveolar e suporte ventilatorio perioperatorio em pacientes obesos submetidos a cirurgia abdominal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Alberto Forgiarini Junior

    2013-12-01

    Full Text Available O desenvolvimento da cirurgia abdominal proporcionou uma alternativa terapêutica para obesos mórbidos; entretanto, os pacientes submetidos a esse procedimento frequentemente apresentam complicações pulmonares pós-operatórias. Uma possível alternativa para a redução dessas complicações é a utilização da manobra de recrutamento alveolar e/ou estratégias ventilatórias perioperatórias, com foco na redução das complicações pulmonares pós-operatórias. Nesta revisão, são descritos os benefícios de estratégias ventilatórias perioperatórias, assim como a realização de manobra de recrutamento alveolar em pacientes obesos submetidos a cirurgia abdominal.

  16. Genotipagem Molecular de HPV Proveniente de Mulheres Soropositivas e Soronegativas para HIV Atendidas no Centro de Referência em DST/AIDS.

    OpenAIRE

    MATTOS, A. T.

    2010-01-01

    Os HPV são vírus epiteliotrópicos que infectam tecido cutâneo ou mucoso e estão relacionados com desenvolvimento de lesões que, no trato genital, variam de verrugas ao câncer cervical invasivo. As lesões são causadas por diferentes tipos de HPV, que são classificados em baixo e alto risco conforme sua associação com câncer cervical. Sabe-se que mulheres positivas para HIV são mais acometidas por infecções por HPV e estão mais propensas ao desenvolvimento de câncer cervical. O objetivo desse e...

  17. Prolactina e seus excessos em mulheres não-gestantes - doi: 10.5102/ucs.v3i1.548

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristiane Maria Villar Silva

    2008-04-01

    Full Text Available A prolactina é um hormônio produzido pela hipófise, responsável por processos fisiológicos relacionados à reprodução, cuja principal função é a manutenção da lactação. Sua secreção é regulada por mecanismos hormonais e não-hormonais. Existem patologias relacionadas com o excesso de prolactina circulante. São as denominadas hiperprolactinemias e os prolactinomas de causas fisiológicas, farmacológicas, patológicas e idiopáticas. Os níveis de prolactina verificados em 79 mulheres analisadas por um laboratório particular de Brasília mostraram variações características de acordo com diferentes faixas etárias.

  18. Doença de chagas aguda em mulher de 80 anos no México. Relato anatomopatológico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Felipe Lozano Kasten

    1993-12-01

    Full Text Available Mulher de 80 anos de idade, com doença de Chagas aguda diagnosticada à necrópsia, adquirida, provavelmente, através de triatomíneos no município de Zacoelo de Torres, no Estado de Jalisco, México. Assinala-se a raridade do encontro de casos de doença de Chagas agudo, na faixa etária da paciente. O exame anatomopatológico mostrou comprometimento do coração, esôfago e intestino grosso. Encontrou-se lesões no sistema nervoso autônomo intramural do esôfago e do intestino grosso, sendo estes achados de interesse, por ocorrer em área geográfica onde os megas tem sido pouco relatados.

  19. Disfunções Sexuais em Mulheres após Tratamento de Câncer: Uma Visão da Fisioterapia

    OpenAIRE

    Mesquita, Rayanne Lisboa; Universidade Federal de São Paulo; Carbone, Ebe dos Santos Monteiro; Universidade Federal de São Paulo

    2015-01-01

    Introdução: As disfunções sexuais femininas são comumente encontradas após os tratamentos de câncer, causando impacto negativo na qualidade de vida não apenas nos fatores psicológicos, como também na vida social e sexual. Este estudo tem com objetivo investigar a visão do tratamento fisioterapêutico nas disfunções sexuais em mulheres após tratamento de câncer. Metodologia: Revisão de literatura científica nas bases de dados PUBMED, SciELO, LILACS, SCOPUS e ISI Web of Knowledge,  de estudos qu...

  20. Risco de infecção pelo HIV: como mulheres moradoras em uma favela se percebem na cadeia de transmissão do vírus

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Neide de Souza Praça

    Full Text Available O número de casos notificados de AIDS em mulheres, no Brasil, continua em progressão. Esse fato motivou a realização deste estudo que foi desenvolvido com abordagem qualitativa, tendo como referencial teórico a Antropologia Cultural e o método etnográfico para a coleta e a análise dos dados. Objetivou identificar a percepção de risco de infecção pelo HIV, de mulheres moradoras em uma favela localizada na cidade de São Paulo, Brasil. Constou de entrevistas e de observação participante do contexto. Os resultados mostraram que essas mulheres demonstram conhecimentos sobre AIDS e reconhecem as várias formas de transmissão do HIV, bem como medidas de prevenção pela via sexual. Verificou-se, também, que essas mulheres não se vêem suscetíveis à infecção pelo HIV, por meio de seus parceiros, dependendo deles para se manterem saudáveis, bem com a sua família. Essa maneira de pensar e de agir pode estar contribuindo para a heterossexualização da AIDS no país.

  1. Opinião de mulheres sobre a legalização do aborto em município de porte médio no Sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    César Juraci A.

    1997-01-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: O aborto provocado é o principal determinante da mortalidade materna no Brasil. Isto tem provocado diversas discussões quanto à possibilidade de legalizá-lo. MATERIAL E MÉTODO: Através de delineamento transversal e de amostragem sistemática por conglomerados foram aplicados questionários individualizados a todas as mulheres com idade entre 15 e 49 anos, residentes no Município de Rio Grande, RS. RESULTADOS: Dentre as 1.456 mulheres entrevistadas, 30% mostraram-se favoráveis à legalização do aborto em qualquer situação; o percentual de mulheres favoráveis esteve diretamente associado à idade, escolaridade, renda familiar e ocorrência prévia de aborto provocado (p<0,01. A análise através de regressão logística mostrou efeito independente da escolaridade e da ocorrência prévia de aborto provocado sobre a opinião favorável à legalização do aborto. CONCLUSÃO: A escolaridade e a indução prévia de aborto induzido foram os principais determinantes da decisão da mulher em ser favorável à legalização do aborto. Esses aspectos devem ser levados em conta ao tratar desta questão.

  2. Opinião de mulheres sobre a legalização do aborto em município de porte médio no Sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juraci A. César

    1997-12-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: O aborto provocado é o principal determinante da mortalidade materna no Brasil. Isto tem provocado diversas discussões quanto à possibilidade de legalizá-lo. MATERIAL E MÉTODO: Através de delineamento transversal e de amostragem sistemática por conglomerados foram aplicados questionários individualizados a todas as mulheres com idade entre 15 e 49 anos, residentes no Município de Rio Grande, RS. RESULTADOS: Dentre as 1.456 mulheres entrevistadas, 30% mostraram-se favoráveis à legalização do aborto em qualquer situação; o percentual de mulheres favoráveis esteve diretamente associado à idade, escolaridade, renda familiar e ocorrência prévia de aborto provocado (p<0,01. A análise através de regressão logística mostrou efeito independente da escolaridade e da ocorrência prévia de aborto provocado sobre a opinião favorável à legalização do aborto. CONCLUSÃO: A escolaridade e a indução prévia de aborto induzido foram os principais determinantes da decisão da mulher em ser favorável à legalização do aborto. Esses aspectos devem ser levados em conta ao tratar desta questão.

  3. Fatores de risco para osteoporose em mulheres na pós-menopausa do sudeste brasileiro Risk factors for osteoporosis in postmenopausal women from southeast Brazilian

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Davi de Araújo Brito Buttros

    2011-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a densidade mineral óssea (DMO e os fatores de risco associados à osteoporose na pós-menopausa. MÉTODOS: Estudo clínico transversal com 431 mulheres (idade 40 - 75 anos. Foram incluídas mulheres com: amenorréia >12 meses e idade >45 anos ou, ooforectomia bilateral >40 anos, com DMO (escore T de coluna lombar/colo de fêmur pelo DEXA dos últimos 12 meses. Fatores de risco avaliados: idade, idade e tempo de menopausa, tabagismo, atividade física (30 min/5 vezes/ semana, artrite reumatoide (AR, uso de corticoterapia e de terapia hormonal (TH, fratura prévia, fratura materna de quadril e índice de massa corpórea (IMC=peso/altura². Foram empregodos teste do χ² e método de regressão logística no risco (Odds Ratio - OR para osteoporose. RESULTADOS: Pelos critérios da Organização Mundial da Saúde, 106 (24,6% mulheres apresentavam osteoporose (escore T -1,0DP. Foi detectada osteoporose em 12% das mulheres com idade entre 40 e 49anos, em 21,8% no grupo de 50 a 59 anos e 45,7% nas mulheres com idade >60anos (p10anos (pPURPOSE: To evaluate bone mineral density (BMD and their risk factors associated with postmenopausal osteoporosis. METHODS: A cross-sectional clinical study was performed on 431 women (aged 40 - 75 years. Inclusion criteria: amenorrhea >12 months and age >45 years or, bilateral oophorectomy >40 years with BMD values (T-score of lumbar spine/femur neck by DXA of the last 12 months. Risk factors evaluated: age, age and time of menopause, smoking, physical activity (30 min/5 times/week, rheumatoid arthritis (RA, use of corticotherapy and hormone therapy (HT, previous fracture, maternal hip fracture and body mass index (BMI=weight/height². The χ2 test and the logistic regression method (Odds Ratio - OR were used to determine osteoporosis risk. RESULTS: According to WHO criteria, 106 (24.6% women showed osteoporosis (T-score -1.0 DP. Osteoporosis was detected in 12% of women aged 40 - 49 years, in 21.8% of

  4. Nível de testosterona total em mulheres pós-menopausa com olho seco Total testosterone level in postmenopausal women with dry eye

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Cecília Barros Duarte

    2007-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Comparar o nível sérico de testosterona total entre mulheres pós-menopausa divididas em 3 grupos: controle, olho seco leve a moderado e olho seco intenso. MÉTODOS: No ambulatório de climatério foram selecionadas 29 mulheres pós-menopausa que não faziam reposição hormonal há pelo menos 8 semanas. Critérios de exclusão: alterações palpebrais mecânicas, pterígio, obstrução de vias lacrimais, inflamação intra-ocular e uso de lente de contato. As mulheres selecionadas foram submetidas à dosagem de testosterona total, aplicação do questionário OSDI (Ocular Surface Disease Index e exame oftalmológico para detecção de olho seco. As mulheres foram divididas em 3 grupos conforme o resultado do escore OSDI e do exame oftalmológico. RESULTADOS: Cinco pacientes foram classificadas como ausência de olho seco, 15 com olho seco leve a moderado e 4 com olho seco intenso. Não houve diferença estatisticamente significativa entre a média dos valores das idades (p=0,3915; nível de instrução (p=0,9333; doenças associadas (p=0,2551; tipo de medicação utilizada (p=0,2844 e nível sérico de testosterona total entre os grupos (p=0,1275. CONCLUSÃO: Não encontramos diferença estatisticamente significativa entre o nível de testosterona total entre mulheres pós-menopausa com olho seco. Novos estudos clínicos com maior amostra são necessários para melhor esclarecer a relação dos níveis séricos dos androgênios nos portadores de olho seco.PURPOSE: The purpose of this study was to compare total testosterone blood level among three groups of postmenopausal women: control, mild to moderate dry eye and severe dry eye. METHODS: Twenty-nine postmenopausal women were selected. The exclusion criteria were: hormone replacement therapy in the last 8 weeks, mechanical palpebral abnormalities, pterygium, lacrimal obstructions, intraocular inflammation or contact lens use. A blood sample was collected for total testosterone

  5. Efeitos da intervenção Hatha-Yoga nos níveis de estresse e ansiedade em mulheres mastectomizadas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marina Lima Daleprane Bernardi

    2013-12-01

    Full Text Available O objetivo deste artigo é avaliar os efeitos da Hatha-Yoga nos níveis de estresse e ansiedade de mulheres mastectomizadas, bem como examinar a relação destes níveis com as variáveis: idade, estado civil, religião, escolaridade, profissão, tabagismo, etilismo, estadiamento da doença e fase de tratamento. Trata-se de um ensaio clínico aleatorizado controlado cuja amostra foi constituída por 45 mulheres mastectomizadas atendidas no Ambulatório Ilza Bianco do Hospital Santa Rita de Cássia, Espírito Santo, Brasil, de março a novembro de 2010. O grupo experimental participou de 6 intervenções aplicadas individualmente com incentivo para a prática domiciliar e foi reavaliado após esse período, enquanto o grupo controle foi reavaliado em período proporcional. Para o estudo das variáveis, foi utilizada a técnica de entrevista com registro em formulário, os Inventários de Ansiedade Traço e Estado e o Sinais e Sintomas de Stress. Para o tratamento estatístico foi utilizado o Pacote Estatístico para Ciências Sociais. Os dados encontrados são estatisticamente significantes e demonstraram que a intervenção Hatha-Yoga diminuiu o estresse e a ansiedade no grupo experimental. Não foi encontrada relação das variáveis de confundimento com os níveis de ansiedade e estresse.

  6. Alterações na audiometria de tronco encefálico em mulheres adultas com hipotireoidismo subclínico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Figueiredo Lília Cristiane M. S.

    2003-01-01

    Full Text Available A correlação entre perda auditiva e distúrbios adquiridos da glândula tireóide tem sido tema de interesse há muito tempo na Medicina. Diversos trabalhos foram dedicados à investigação audiológica de pacientes com hipotireoidismo, mas poucos autores abordaram a forma subclínica desta doença utilizando a audiometria de tronco encefálico (ABR. OBJETIVO: Avaliar se ocorrem ou não alterações na ABR em mulheres normoacúsicas com hipotireoidismo subclínico não tratado quando comparadas a mulheres sem doença endócrina. DESENHO DO ESTUDO: Prospectivo clínico. MATERIAL E MÉTODO: Uma série de 16 pacientes foi analisada com ABR e seus resultados foram relacionados aos do grupo-controle análogo em sexo e idade. RESULTADOS: Houve diferença significativa (p<0,05 nas médias das latências absolutas das ondas III (p=0,039 e V (p=0,006 e dos intervalos interpicos I-III (p=0,017, III-V (p=0,044 e I-V (p=0,002 entre os dois grupos, mostrando que as medidas destas latências foram significativamente maiores no grupo do hipotireoidismo. CONCLUSÃO: Na condição de hipotireoidismo subclínico, antes mesmo de haver qualquer anormalidade nos limiares psicoacústicos, já poderá ser observado comprometimento na condução nervosa ao longo das vias auditivas no tronco encefálico, como demonstrado pela avaliação com ABR.

  7. Vulvovaginites em mulheres infectadas pelo vírus da imunodeficiência humana Vaginal infections in human immunodeficiency virus-infected women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paula Matos Oliveira

    2008-03-01

    Full Text Available OBJETIVO: comparar a freqüência de vulvovaginites em mulheres infectadas pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV com mulheres não infectadas. MÉTODOS: estudo de corte transversal com 64 mulheres infectadas pelo HIV e 76 não infectadas. Foram calculadas as freqüências de vaginose bacteriana, candidíase e tricomoníase, que foram diagnosticadas por critérios de Amsel, cultura e exame a fresco, respectivamente. Para análise dos dados, utilizaram-se o teste do c2, teste exato de Fisher e regressão múltipla para verificar a independência das associações. RESULTADOS: a infecção vaginal foi mais prevalente em pacientes infectadas pelo HIV quando comparadas ao Grupo Controle (59,4 versus 28,9%, pPURPOSE: to compare the frequency of vulvovaginitis in women infected with human imunnodeficiency virus (HIV with the frequency in non-infected women. METHODS: a transversal study including 64 HIV infected women and 76 non-infected ones. The frequencies of bacterial vaginosis, candidiasis and trichomoniasis, diagnosed by Amsel's criteria, culture and fresh exam, respectively, were calculated. Chi-square test, Fisher's exact test and multiple regressions to verify the independence of associations were used to analyze the data. RESULTS: the vaginal infection was more prevalent in HIV infected patients, as compared to the control group (59.4 versus 28.9%, p<0,001; Odds Ratio=2.7, IC95%=1.33-5.83, p=0.007. Bacterial vaginosis occurred in 26.6% of the positive-HIV women; vaginal candidiasis, in 29.7% and trichomoniasis, in 12.5% of them. All the infections were significantly more frequent in the group of HIV infected women (p=0.04, 0.02 e 0.04, respectively. CONCLUSIONS: vulvovaginitis is more frequent in HIV infected women.

  8. Lógicas de guerra e a reprodução das margens: Gangues, mulheres e violência sexuada em El Salvador

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sílvia Roque

    2013-02-01

    Full Text Available Vinte anos após os Acordos de Paz (1992, El Salvador é considerado um dos países mais violentos do mundo. Os atores mais visíveis e temidos desta violência são os gangues que, há cerca de duas décadas, se digladiam entre si e aos quais são atribuídos vários atos de violência sexuada, incluindo contra as próprias mulheres que os integram. Estas, que são simultânea ou alternadamente vítimas e perpetradoras, fazem parte de uma imagética sobre mulheres e feminilidades anormais ou perversas; mas são, sobretudo, consideradas como exceções e, por isso, ignoradas. Este artigo explora as razões da pouca atenção prestada às motivações e à participação das mesmas em grupos violentos, bem como à violência que contra elas é praticada, a partir da desconstrução de dicotomias e oposições estanques associadas à guerra e à paz, destacando antes a fluidez das conexões entre ambas. Procura‑se demonstrar que uma conceção da guerra e da paz como estados bem definidos e separáveis e uma associação da guerra à exceção e à violência legítima não são neutras do ponto de vista da reprodução da violência em tempos de “paz”, acabando por ocultar e justificar os processos de desumanização que conduzem a uma dupla vitimação das mulheres dentro dos gangues e à negligência de que são alvo na literatura académica e nas políticas de apoio às vítimas ou de prevenção da violência.

  9. Declarações de óbitos de mulheres em idade fértil: busca por óbitos maternos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariana Marcos Gil

    2013-06-01

    Full Text Available No Brasil, há deficiência de registros completos na Declaração de Óbito, sendo questionada a confiabilidade, especialmente das causas relacionadas ao ciclo grávido-puerperal. Investigamos, em Declarações de Óbito de mulheres em idade fértil, o preenchimento dos campos que permitem identificar óbitos maternos. Pesquisa documental, conduzida a partir de prontuários hospitalares. Analisamos mortes maternas declaradas, não maternas, inconclusivas e mortes presumíveis. Para análise das causas básicas de morte utilizamos a Lista de Tabulação de Mortalidade da CID - BR-10. Das 301 declarações de óbito analisadas, 60% apresentaram os campos 43/44 preenchidos, e 40% apresentaram estes campos em branco e/ou ignorados. Encontramos 58,5% de mortes não maternas, 2% de mortes maternas declaradas e 39,5% mortes inconclusivas. A análise das mortes inconclusivas permitiu-nos classificar 4,3% como mortes presumíveis. Para sanar as incompletudes dos registros civis, é necessário o empenho de todos os profissionais de saúde para que a fidedignidade das informações seja uma meta atingida.

  10. Indicadores clínicos de disfunção sexual em mulheres grávidas: revisão integrativa de literatura

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Dora Maria Honorato Carteiro

    2016-02-01

    Full Text Available RESUMO Objetivo: identificar os indicadores clínicos do diagnóstico de enfermagem disfunção sexual em mulheres grávidas. Método: revisão integrativa da literatura, com pesquisa em bases de dados, utilizando os descritores "sexual*", "pregnan*" e"function*". Foram incluídos estudos com resumo disponível para análise, referentes a grávidas com idade igual ou superior a 18 anos, escritos em português, francês, espanhol e inglês, com data de publicação entre 2010 e 2014. Foram excluídos estudos que reportassem grávidas com patologia associada. Resultados: a disfunção sexual na grávida é consistente na literatura. Foram identificadas nove características definidoras e 16 fatores relacionados, alguns não classificados na NANDA Internacional. Conclusão: indicadores clínicos podem ser adicionados ao diagnóstico de enfermagem de modo a favorecer um diagnóstico acurado e intervenções efetivas na vigilância da gravidez como um período de vivência sexual saudável.

  11. Promoção da autonomia da mulher na consulta de enfermagem em saúde da família

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Michelle Kuntz Durand

    Full Text Available Pesquisa de abordagem qualitativa articulada com o referencial metodológico de Paulo Freire, consistindo de três momentos: investigação temática; codificação e descodificação; desvelamento crítico. Objetivou compreender se a Consulta de Enfermagem promove a autonomia das mulheres em um Centro de Saúde. Constituíram-se seis Círculos de Cultura com duas horas de duração e média de nove participantes, ocorridos entre maio e julho de 2011. A investigação revelou oito temas, que foram desvelados em dois, necessidade de escuta e diálogo sobre violência doméstica, relação do enfermeiro e partícipes na Consulta de Enfermagem. Os resultados indicam que a Consulta pode constituir-se como espaço para o desenvolvimento de ações de Promoção, que ocorrem ainda timidamente no Centro de Saúde. Como possibilidades e limitações destacam-se a necessidade de capacitações multiprofissionais para compreender questões conceituais e estratégias de Promoção, intensificando suas práticas em todos os espaços do Sistema Único de Saúde.

  12. Promoção da autonomia da mulher na consulta de enfermagem em saúde da família

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Michelle Kuntz Durand

    2013-04-01

    Full Text Available Pesquisa de abordagem qualitativa articulada com o referencial metodológico de Paulo Freire, consistindo de três momentos: investigação temática; codificação e descodificação; desvelamento crítico. Objetivou compreender se a Consulta de Enfermagem promove a autonomia das mulheres em um Centro de Saúde. Constituíram-se seis Círculos de Cultura com duas horas de duração e média de nove participantes, ocorridos entre maio e julho de 2011. A investigação revelou oito temas, que foram desvelados em dois, necessidade de escuta e diálogo sobre violência doméstica, relação do enfermeiro e partícipes na Consulta de Enfermagem. Os resultados indicam que a Consulta pode constituir-se como espaço para o desenvolvimento de ações de Promoção, que ocorrem ainda timidamente no Centro de Saúde. Como possibilidades e limitações destacam-se a necessidade de capacitações multiprofissionais para compreender questões conceituais e estratégias de Promoção, intensificando suas práticas em todos os espaços do Sistema Único de Saúde.

  13. Prevalência de transtornos depressivos e ansiosos em uma amostra ambulatorial brasileira de mulheres na menopausa Prevalence of depressive and anxiety disorders in a Brazilian outpatient sample of menopausal women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    André B. Veras

    2006-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: Determinar a prevalência dos transtornos depressivo-ansiosos entre mulheres atendidas em um ambulatório de menopausa. METODOLOGIA: Avaliamos, através da entrevista semi-estruturada Mini International Neuropsychiatric Interview, 86 mulheres que encontravam-se em tratamento no ambulatório de menopausa do Instituto de Ginecologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. RESULTADOS: A maioria das mulheres apresentava algum diagnóstico psiquiátrico (57% sendo mais prevalentes o transtorno de ansiedade generalizada (34,9% e a depressão maior (31,4%. O grupo com algum diagnóstico foi representado por mulheres mais jovens, casadas, com menor escolaridade e história familiar para transtornos psiquiátricos. CONCLUSÃO: Observamos uma grande prevalência de transtornos mentais entre mulheres em atendimento ambulatorial na menopausa em nosso estudo, em relação às mulheres em atendimento em outros ambulatórios segundo a literatura. Há também uma alta taxa de prevalência de comorbidades (55,5% dos pacientes com algum transtorno complicadoras do transtorno primário, o que pode representar a evolução para pior prognóstico pela ausência de tratamento precoce e específico.OBJETIVE: To determine the prevalence of depressive and anxiety disorders in women receiving care in a menopause clinic. METHODS: Eighty-six women receiving care in the menopause clinic at Instituto de Ginecologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro were assessed using the Mini-International Neuropsychiatric Interview. RESULTS: Most women had a psychiatric diagnosis (57%; generalized anxiety disorder (34.9% and major depression (31.4% were the most prevalent disorders. The group composed of subjects with any disorder was represented by young and married women, with lower schooling level and family history for psychiatric disorders. CONCLUSION: In our study, there was a high prevalence of psychiatric disorders in outpatient women receiving care in a

  14. FREQUÊNCIA DA DIÁSTASE ABDOMINAL EM PUÉRPERAS E FATORES DE RISCO ASSOCIADOS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Danielle Cristina Barbosa de Luna

    2012-12-01

    Full Text Available Introdução: Na gestação ocorrem expressivas transformações fisiológicas no organismo materno. Alterações hormonais associados ao crescimento uterino podem provocar o estiramento da musculatura abdominal, aumentando a linha da cintura e o alongamento do músculo reto abdominal, causando a formação da diástase dos músculos retos abdominais. Objetivos: Avaliar a frequência e as medidas da diástase abdominal no puerpério imediato e identificar fatores de risco associados. Metodologia: Uma análise de freqüência através de corte transversal foi realizada entre julho de 2010 a junho de 2011, envolvendo 89 puérperas do Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira (IMIP. Os dados foram coletados através de um questionário, onde utilizou-se os fatores associados à diástase abdominal: idade materna, peso e IMC materno, realização de atividade física, tipo de parto, diabetes, hipertensão e peso do neonato, além da mensuração da diástase abdominal. Resultados: Mulheres submetidas ao parto cesáreo apresentaram maiores valores de diástase abdominal quando comparadas aquelas que fizeram parto normal (p. Conclusões: Características maternas como o peso, bem como seu IMC e a presença de hipertensão, além do peso do neonato e o parto cesáreo são fatores que podem estar associados à frequência e a valores maiores da diástase abdominal. Palavras-chave: Diástase. Reto do abdome. Período Pós-Parto.

  15. Motivos de rejeição aos métodos contraceptivos reversíveis em mulheres esterilizadas Reasons why sterilized women refused reversive contraceptive methods

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marta Lucia de Oliveira Carvalho

    2005-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Identificar as representações sobre os métodos contraceptivos que poderiam ser alternativas à esterilização, para um grupo de mulheres esterilizadas, visando a entender os motivos de rejeição a esses métodos. MÉTODOS: Trata-se de trabalho descritivo, qualitativo, cuja população estudada foi constituída por 31 mulheres esterilizadas, aleatoriamente selecionadas da listagem de pacientes atendidas pelo Programa de Planejamento Familiar de um ambulatório de um hospital universitário. As informações foram obtidas das mulheres estudadas por meio de entrevistas semi-estruturadas. As transcrições foram analisadas segundo o método de Análise de Conteúdo. RESULTADOS: A rejeição aos métodos contraceptivos esteve baseada em representações resultantes de informações técnicas recebidas em serviços de saúde, de vivências anteriores com esses métodos ou de informações recebidas do meio social. A rejeição aos métodos hormonais e DIU baseou-se principalmente em representações de baixa inocuidade; os métodos comportamentais (Tabela, Billings foram rejeitados por representações de baixa eficácia; os métodos de barreira (diafragma e camisinha, por dificuldades no uso desses métodos relacionados a padrões culturais de exercício da sexualidade e representações de baixa eficácia. CONCLUSÕES: A opção pela esterilização feminina pode ser indicativa de rejeição às alternativas contraceptivas oferecidas pelos serviços de saúde. Os profissionais da área de saúde reprodutiva devem aprofundar seu conhecimento sobre os fatores pessoais, socioeconômicos e culturais que podem influenciar as mulheres na procura por um método contraceptivo que assegure maior controle de sua própria fecundidade.OBJECTIVE: To identify the representations of contraceptive methods within a group of sterilized women, aiming at understanding the reasons why they refused those methods. METHODS: A descriptive qualitative study

  16. Resposta da taxa metabólica de repouso após 16 semanas de treinamento com pesos em mulheres na pós-menopausa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valéria Bonganha

    2011-10-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: As alterações corporais provenientes da menopausa como a diminuição da massa magra (MM, aumento e redistribuição da gordura corporal e diminuição do gasto energético de repouso, colaboram para o aumento nas dimensões corporais e subsequente aumento da massa corporal total. Nesse sentido, os benefícios reconhecidos do treinamento com pesos (TP não estão atrelados apenas ao aumento da força e hipertrofia muscular, mas também à composição corporal e, consequentemente, na taxa metabólica de repouso (RMR. OBJETIVO: Avaliar a resposta da RMR após 16 semanas de TP em mulheres na pós-menopausa. MÉTODOS: Participaram 28 voluntárias, subdivididas em dois grupos: treinamento (GT n = 17 e controle (GC n = 11. O programa de TP foi realizado em três sessões semanais, em dias alternados e com duração de aproximadamente 60 min/sessão, por 16 semanas. A intensidade da carga foi determinada por meio de zona alvo de repetições máximas (RM, com reajuste semanal de carga. O consumo de oxigênio (O2 e da produção de gás carbônico (CO2, por meio de calorimetria indireta de circuito aberto, foi utilizado para cálculo da RMR segundo equação de Weir (1949. ANÁLISE ESTATÍSTICA: Foi utilizado pacote estatístico Bioestat na versão 5.0, com nível de significância de p < 0,05. RESULTADOS: Houve aumento significante dos valores de MM e força muscular, somente no GT. Não foram encontradas diferenças significantes para os valores da RMR após a intervenção para ambos os grupos. CONCLUSÃO: O programa de TP de 16 semanas foi eficiente para promover alterações na composição corporal e força muscular de mulheres na pós-menopausa; entretanto, não houve alteração da RMR após a intervenção.

  17. Jornadas de trabalho de mulheres e homens em um assentamento do MST Workdays of men and women in a collective settlement of the landless movement (MST

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giovana Ilka Jacinto Salvaro

    2004-04-01

    Full Text Available Este texto busca discutir a divisão do trabalho em um assentamento coletivo do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST, em Santa Catarina, marcado pela proposta de coletivização da terra e dos meios de produção. Nessa forma de organização, busca-se, seguindo as diretrizes estabelecidas pelo MST, a transformação igualitária e solidária da sociedade, incluindo a construção de novas relações de gênero. O que se observou é que, no cotidiano, mulheres e homens, sujeitos históricos e culturais, apropriam-se desses discursos de gênero, ao mesmo tempo que buscam lidar com as contradições que se apresentam. Entre estas, colocam-se as diferentes jornadas de trabalho que, apoiadas em padrões relacionais fixos, determinam oito horas diárias para os homens na produção e quatro para as mulheres, em função do trabalho doméstico e do cuidado das crianças.This text presents a discussion on the division of labor in a collective settlement of the Landless Movement (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra - MST in Santa Catarina, characterized by the collectivization of land and of all means of production. Within this form of organization and according to the directives established by the MST, an equalitarian and solidarious transformation of society, including the construction of new genre relations, is sought for. What has been noted, throughout the daily routine, is that men and women alike, both historical and cultural subjects, appropriate this discourse at the same time in which they try to deal with upcoming contradictions. Within the latter, and based on fixed relational standards, different work hours are thus established. Men are determined to work on a daily eight hour basis in production whereas women, due to domestic work and child rearing, are granted a four hour schedule.

  18. Efeitos de um programa de exercícios aquáticos resistidos em mulheres hipertensas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eduardo Aguilar Arca

    2013-12-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi verificar os efeitos de um programa de exercícios aquáticos resistidos (PEAR na pressão arterial e medidas antropométricas de mulheres hipertensas. Foi avaliado um grupo de 20 mulheres hipertensas, com média de idade 69,2 ± 5,5 anos. As aferições da pressão arterial e medidas antropométricas foram realizadas uma semana antes de iniciar o programa de exercícios aquáticos e após o término da décima segunda semana de intervenção. Conclui-se que o PEAR promoveu reduções na pressão arterial e na maioria das medidas antropométricas estudadas, além de ser uma estratégia de promoção da saúde desta faixa etária, visando à manutenção da independência e autonomia.

  19. Avaliação da capacidade orgástica em mulheres na pós-menopausa Assessment of orgasmic capacity of postmenopausal women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Sonia Regina Lenharo Penteado

    2004-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Correlacionar a capacidade orgástica (durante a relação sexual e/ou a masturbação solitária de mulheres pós-menopausadas, saudáveis e sem tratamento hormonal com fatores climatéricos, psicossociais, comportamentais, hormonais e interpessoais. MÉTODOS: De um total de 999 mulheres avaliadas com idade entre 41 e 60 anos, selecionaram-se 60 mulheres saudáveis, sexualmente ativas, com pelo menos um ano de amenorréia, útero íntegro, relacionamento estável com parceiro capacitado ao coito e não usuárias de terapia hormonal. Elaborou-se um modelo estatístico de regressão logística que avaliou a capacidade de orgasmo (variável dependente em função de 17 variáveis independentes, que representavam fatores psicossociais, comportamentais, interpessoais, climatéricos e hormonais. RESULTADOS: A capacidade orgástica está significativamente correlacionada à prática da masturbação (p=0,000, ao gostar de abraçar e acariciar o corpo do parceiro (p= 0,036 e à presença de secura vaginal (p=0,021. CONCLUSÕES: Nas mulheres pós-menopausadas avaliadas, a capacidade orgástica relacionou-se positivamente com o relacionamento mais afetivo com o companheiro e com a prática da masturbação. Mulheres que apresentam secura vaginal, mas que praticam a masturbação e mantêm relacionamento afetivo com o parceiro, conseguem obter o mesmo número ou um número maior de orgasmos se comparados à freqüência do coito.OBJECTIVE: To correlate the capacity of healthy postmenopausal women to have orgasms (during intercourse or by solitary masturbation with psychosocial, behavioral, climacteric, hormonal and interpersonal factors. METHODS: Nine hundred and ninety-nine women (aged from 41 to 60 years underwent physical and supplementary tests and answered questionnaires regarding sexual behaviour. Sixty healthy women, sexually active, with one or more years of amenorrhea, without hormone therapy and with a partner capable of intercourse

  20. Qualidade de vida em grupos de mulheres acometidas de câncer de mama Quality of life of groups of women who suffer from breast cancer

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Willian Dávila Delgallo

    2013-03-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi investigar a qualidade de vida de mulheres integrantes de um Grupo de Apoio acometidas de câncer de mama e comparar a qualidade apurada entre as mulheres mastectomizadas que fizeram reconstrução mamária com aquelas que não fizeram além daquelas submetidas à quadrantectomia que não necessitavam da reconstrução com aquelas que não fizeram a reconstrução. Trata-se de estudo transversal quantitativo, cuja coleta de dados se deu por meio da aplicação de questionário de caracterização das entrevistadas e pelo SF-36 da OMS. Participaram 50 mulheres com idade média de 57,2 anos. Os grupos foram comparados entre si - dois a dois - considerando os tipos de cirurgia, por meio do Teste de Mann Whitney, ao nível de 5% de significância. Os resultados apontaram que as mulheres que realizaram a cirurgia de quadrantectomia e não necessitaram de reconstrução são as que possuem os melhores escores médios em todos os domínios e, portanto, têm melhor qualidade de vida, seguido do grupo de mastectomizadas que fizeram reconstrução. O grupo das mastectomizadas que não fizeram a reconstrução tem um nível muito baixo de qualidade de vida, seguido pelo grupo das mulheres que realizaram a quadrantectomia e também não fizeram a reconstrução.This study sought to investigate the quality of life of women who suffer from breast cancer and are part of a support group, comparing the data gathered from mastectomized women who had breast reconstruction and women who had not had surgery. It also compared data of women who had quadrantectomy surgery but did not need reconstruction and those who had not had reconstruction surgery. It is a quantitative transversal study, and data was collected by application of a questionnaire to the respondents and by the SF-36 of the WHO. Fifty women with average age of 57.2 years participated in the survey. The groups were compared against each other - two by two - considering types

  1. Sida e a mulher

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cláudia Chaves

    2016-02-01

    Full Text Available Os padrões epidemiológicos da pandemia do VIH/SIDA estão a mudar, fazendo prever que, nos próximos anos, o ratio homem/mulher seja de 1:1. Isto é tanto mais verdade em localizações geográficas onde a transmissão do vírus por via heterossexual é a predominante, com particular relevância para os países em vias de desenvolvimento. De entre estes, África merece destaque, já que aí as cifras assustadoras relativas a esta doença traduzem, de facto, a precariedade da condição de mulheres e crianças.  As mulheres são, no presente, o grupo mais vulnerável à SIDA, não só pelas suas condições anatomofisiológicas, mas também pela sua situação social, económica e cultural. O seu papel na família, como cuidadora, parceira sexual e, eventualmente, mãe coloca-as face aos desafios de uma doença que, apesar de crónica, tem, ainda hoje, um desfecho fatal.  Simultaneamente vítima e portadora/mensageira da doença, a mulher é confrontada com os seus comportamentos passados ("vítima culpada" ou acaba por se ver presa numa teia de contaminações sucessivas. Com frequência, começa por ser contaminada pelo seu parceiro sexual (muitas vezes, como verdadeira "vítima inocente", já que desconhece condutas e passado do homem com quem vive, tornando-se, depois, ela própria, transmissora da doença aos filhos que, provavelmente, tanto quis proteger. Em 80% dos casos de SIDA pediátrica a génese pode ser encontrada na transmissão vertical.

  2. Morfologia e resistência cicatriciais da parede abdominal após laparotomias longitudinal e transversal em coelhos

    OpenAIRE

    Mauro Ivan Salgado; Andy Petroianu; Giselle Lellis Burgarelli; Cristiana Buzelin Nunes; Luiz Ronaldo Alberti; Leonardo de Souza Vasconcellos

    2007-01-01

    OBJETIVO: Foram estudadas comparativamente as laparotomias longitudinais paramediana e transversal avaliando-se a resistência cicatricial da parede abdominal e seu aspecto histológico, com peritônio suturado ou não. MÉTODO: 30 coelhos foram distribuídos em dois grupos: Grupo 1 (n = 10) - laparotomia longitudinal, Subgrupo 1A (n = 5) sutura das bainhas anterior e posterior do músculo reto abdominal, bem como do peritônio, Subgrupo 1B (n = 5) sutura da bainha anterior do músculo reto abdominal....

  3. A influência do método pilates na musculatura do assoalho pélvico em mulheres no climatério: estudo de caso

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Josiane Teresinha Bertoldi

    2015-10-01

    Full Text Available Objetivo: avaliar a influência dos exercícios do método Pilates na força de contração da musculatura do assoalho pélvico (MAP e na qualidade de vida (QV de mulheres no climatério. Método: amostra composta por duas mulheres (1 e (2, com 50 e 48 anos respectivamente, sem disfunção da MAP. A pré e pós-avaliação foi composta pelos protocolos: avaliação visual funcional (AFA, teste dos cones vaginais (TCV, teste de força com perineômetro modelo perina, quark® para fibras rápidas (TPFR e para fibras lentas (TPFL, e avaliação da QV com o Women´s Health Questionnaire (WHQ. O tratamento consistiu em 10 sessões de 50 minutos, 03 vezes por semana, compostas por exercícios selecionados do método Pilates. Resultados: AFA e TCV o grau de força foi máximo no pré e pós-teste, entretanto notou-se melhora da contração isolada da MAP; no TPFR houve incremento de força de 45,83% (1 e 362,50% (2, no TPFL o ganho foi de 82,43% (1 e 209,38% (2; no WHQ houve variação positiva nas dimensões: sintomas somáticos, vasomotores, menstruais, atratividade e depressão. Considerações finais: o método Pilates promove aumento da força de contração da MAP, com discreta influência na autopercepção da QV de mulheres no período do climatério, sem patologias associadas.

  4. Fatores de risco clínicos e ultra-sonográficos relacionados à litíase vesicular assintomática em mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ferreira Adilson Cunha

    2004-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar variáveis clínicas e ultra-sonográficas, como presença ou ausência de barro biliar, espessura da parede e medida transversal da vesícula biliar, idade, paridade, presença ou ausência de diabetes mellitus associadas a litíase vesicular assintomática, bem como determinar a sua prevalência em pacientes submetidas ao exame ultra-sonográfico. MATERAIS E MÉTODOS: Foram analisadas, em estudo prospectivo, 265 pacientes do sexo feminino, atendidas na Escola de Ultra-sonografia e Reciclagem Médica de Ribeirão Preto, durante o período de janeiro a setembro de 2001. RESULTADOS: Evidenciou-se diferença estatisticamente significativa relacionada à litíase da vesícula biliar e espessura da parede da vesícula biliar, barro biliar, diâmetro transverso da vesícula biliar, faixa etária, paridade, passando de 4,1% nas nulíparas para 39,1% nas multíparas e diabéticas. A prevalência de litíase na vesícula biliar em pacientes assintomáticas foi de 14,7%. CONCLUSÃO: A litíase vesicular assintomática em mulheres ocorre principalmente com o decorrer da idade e da paridade. Os achados ultra-sonográficos mais freqüentemente encontrados foram presença de barro biliar e de espessamento da parede da vesícula biliar.

  5. Uso popular de plantas medicinais por mulheres da comunidade quilombola de Furadinho em Vitória da Conquista, Bahia, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    L. R. Oliveira

    2015-10-01

    Full Text Available Objetivou-se com este trabalho realizar um levantamento do uso popular de plantas medicinais por mulheres da Comunidade Quilombola de Furadinho em Vitória da Conquista-Bahia. O trabalho foi realizado na comunidade Quilombola de Furadinho, visando identificar as principais plantas utilizadas com fins medicinais, as formas de obtenção, sua indicação medicinal, a parte da planta utilizada, as formas de preparo, bem como as formas de obtenção e transmissão deste conhecimento. Para a realização dessa pesquisa foram entrevistadas 14mulheres com idades variadas, moradoras dessa comunidade, através de questionários semi estruturados, e análise descritiva. Constatou-se um vasto conhecimento relacionado ao uso de plantas medicinais entre as entrevistadas, o qual foi adquirido de forma oral através de pais e avós. As plantas medicinais utilizadas são em sua maioria cultivadas em quintais, sendo as folhas a parte mais utilizada nas preparações medicamentosas, e a principal forma de preparo são os chás. Foram identificadas 30 plantas com fins medicinais e terapêuticos, sendo a Erva cidreira, o Capim santo, o Hortelã grosso, a Arruda e a Erva doce as mais utilizadas.Popularized use of medicinal plants by women of Quilombo of Furadinho community in Vitoria da Conquista, Bahia, Brazil Abstract: This work aimed to carry out a survey of the popular use of medicinal plants by women of Furadinho Quilombo Community in Vitória da Conquista, Bahia. The work was conducted in the Furadinho Quilombo Community, aiming at identifying the main plants used for medical purposes, the ways of obtaining, its indication medicinal, the part of the plant used, the forms of preparation, as well as ways of obtaining and transmission of this knowledge. For the realization of this research were interviewed 14 women with ages varied, dwell in this community, through semi-structured questionnaires, and descriptive analysis. It was found a vast knowledge related to

  6. Mulher, Medicina e tecnologia nos discursos de residentes em Obstetrícia/Ginecologia Women, Medicine, and technology in the discourse of medical residents in Obstetrics/Gynecology

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ana Cristina Bohrer Gilbert

    2006-05-01

    Full Text Available Este estudo objetivou explicitar os significados culturais sobre a mulher e seu processo de adoecimento que estão presentes nos discursos médicos de residentes em Obstetrícia/Ginecologia do Instituto Fernandes Figueira, Fundação Oswaldo Cruz. A pesquisa foi realizada em duas etapas: observação participante e construção de fontes orais. Tendo como referência o modelo indiciário, o procedimento técnico-metodológico utilizado incluiu uma codificação analítica qualitativa das entrevistas e posterior análise semiótica. Os resultados apontam para: (a a percepção da mulher como essencialmente mãe, cujo processo de adoecimento é focado prioritariamente em sua função reprodutiva; (b o crescente aumento do uso de tecnologia, sobretudo nos exames por imagem, provocando um distanciamento do eixo semiológico da Medicina; e (c a medicalização, inserida no contexto biotecnológico, como envolvendo práticas materiais-semióticas.This study focused on revealing the cultural meanings assigned to womanhood and the health-disease process in women according to the discourse of medical residents in Obstetrics/Gynecology at the Fernandes Figueira Institute, a public reference hospital specializing in maternal-child care in Rio de Janeiro. The research had two components: participatory observation in Ob-Gyn meetings and recording of oral sources. The sign-based method was used to analyze the data. The methodology included qualitative analytical coding of interviews and subsequent semiotic analysis. According to the results: (a women are seen essentially as mothers, and their illness focuses primarily on their childbearing function; (b technological evolution, mainly with the increased use of imaging, has reduced the importance of semiology; and (c within the biotechnological context medicalization is part of the material and semiotic practices.

  7. Freqüência de diabetes mellitus e hiperglicemia em mulheres chagásicas e não-chagásicas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Santos Vitorino Modesto dos

    1999-01-01

    Full Text Available Estudo retrospectivo de 647 mulheres com idade340 anos, atendidas no Hospital-Escola da FMTM, Uberaba-MG. As três sorologias para a doença de Chagas foram negativas nas controles (n = 285 e positivas nas chagásicas (n = 362, que foram classificadas nas formas indeterminada (n = 125, megas (n = 58 e cardíaca (n = 179. Diabetes mellitus foi definido por duas glicemias em jejum3140mg/dl e hiperglicemia por glicemia em jejum > 110mg/dl. Os grupos foram comparados pelos testes do c2, análise de variância, "t" de Student, Kruskal-Wallis e Mann-Whitney, considerando-se significativo p < 0,05. chagásicas e controles estavam pareadas quanto à idade, o índice de massa corporal e a cor. Diabetes mellitus foi mais freqüente na forma cardíaca (15,1%, comparada com as controles (7,4%, megas (7,4% e assintomáticas (5,6%, o mesmo ocorrendo com a hiperglicemia (37,4%, 26,7%, 25,9% e 27,2%, respectivamente, achados que estão de acordo com possível desnervação parassimpática causada pelo Trypanosoma cruzi e conseqüente predomínio da atividade simpática.

  8. Concepções e Modos de Viver em Família: A perspectiva de Mulheres Lésbicas que Têm Filhos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Aline Nogueira de Lira

    Full Text Available RESUMO Investigaram-se as concepções e modos de viver em família de quatro mulheres lésbicas que têm filhos. Utilizou-se uma entrevista aberta para coleta de dados e a análise baseou-se no método fenomenológico crítico. Os resultados mostraram que: (a as estratégias para acesso à parentalidade (adoção, coparentalidade e relações heterossexuais anteriores são diversas e ora reproduzem o binarismo heterossexual, ora o desnaturalizam; (b a família foi caracterizada como um espaço afetivo e de proteção; e (c a legalização do casamento foi percebida como uma forma de garantir direitos sociais e jurídicos. Ressalta-se a pluralidade e complexidade dessas famílias, ao mesmo tempo em que se mostra a inviabilidade de se traçar uma concepção única sobre as famílias homoparentais.

  9. Micronúcleos em células do colo uterino em mulheres HIV+ segundo sua condição de imunidade Micronuclei in uterine cervical cells of women HIV+ according to immunocompetence markers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Camila Figueira Mendes

    2011-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: investigar a micronucleação (MN em células esfoliadas do colo uterino de mulheres HIV+ observando as condições de imunidade aferidas pelos níveis de linfócitos CD4+ e da carga viral para o HIV (CV. MÉTODOS: foram obtidas coletas citológicas da junção escamocolunar de 23 pacientes HIV+ de Ambulatório de DST/AIDS. O grupo controle foi composto por mulheres assintomáticas do Ambulatório de Prevenção de Câncer Ginecológico do mesmo serviço. O material foi submetido a processamento citológico para leitura em microscopia de luz, com objetiva de imersão em 2.000 células por paciente. Para avaliação da condição imunitária das pacientes HIV+ investigamos os níveis de linfócitos CD4+ e CV. A análise estatística dos resultados se fez com os testes do Χ2 e Kolmogorov-Smirnov. RESULTADOS: vinte e três pacientes compuseram o grupo de mulheres HIV+ e 19 formaram o grupo controle. Em todas as pacientes HIV+ e em 84,2% do grupo controle detectamos MN. Dezessete pacientes HIV+ (73,9% tiveram mais de 7 MN. No grupo controle tivemos apenas 1 caso (5,2% com mais de 7 MN. Houve tendência na associação de maiores quantidades de MN em mulheres com baixos níveis de linfócitos CD4+ e maiores níveis de CV, sem caracterizar correlação estatística. CONCLUSÕES: pacientes HIV+ em fase de AIDS têm maior ocorrência de MN que o grupo controle e, também, a frequência com que são detectados MN parece estar associada a piores condições clínicas da imunossupressão.PURPOSE: to investigate the micronucleation (MN of exfoliated cells from the uterine cervix of HIV+ women according to immunocompetence status. We investigated the clinical conditions of immunocompetence by analyzing the levels of CD4+ lymphocytes and viral count for HIV (VC. METHODS: biological material was collected from 23 HIV+ patients whose cervical oncologic cytology results were negative. They were patients from the STD/AIDS-FCMS-PUCSP who underwent a

  10. Dieta hipoglicídica comparada à dieta hipocalórica convencional em mulheres com sobrepeso

    OpenAIRE

    CAMBI, Maria Paula Carlini

    2013-01-01

    Resumo: O objetivo do presente estudo foi comparar os efeitos do tratamento com dieta hipoglicídica (DH) e com dieta convencional (DC) num grupo de mulheres obesas no período de 120 dias. A amostra consistiu de 57 pacientes que foram randomizadas para tratamento com DC (n=31; idade: 38,3 ± 10,5 anos; peso: 79,4 ± 11,6 kg; IMC 32,0 ± 3,3 Kg/m2) ou com DH (n=26; idade: 34,3 ± 10,9 anos; peso: 83,7 ± 11,3 kg; IMC 33,0 ± 3,2 Kg/m2) por 120 dias. A aderência ao tratamento foi baixa, sendo que apen...

  11. Mammography and Pap test screening among low-income foreign-born Hispanic women in the USA Mamografia e teste Papanicolau em mulheres latinas de baixa renda nos Estados Unidos

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria E. Fernandez

    1998-01-01

    Full Text Available Little is known about the factors influencing screening among low-income Hispanic women particularly among recent immigrants. A sample of 148 low-income, low-literate, foreign-born Hispanic women residing in the Washington DC metropolitan area participated in the study. The mean age of the sample was 46.2 (SD = 11.5, 84% reported annual household incomesEste estudo determinou os fatores que influenciam a conduta de mulheres latinas de baixa renda nos EUA, em face do monitoramento pela mamografia (MM e por meio do teste de Papanicolau (TP, em uma amostra de 148 mulheres latinas, residentes na região metropolitana de Washington DC. A idade média na amostra foi de 46,2 anos (desvio padrão 11,5, e 84% relatavam renda familiar anual menor que quinze mil dólares. Todas as mulheres falavam espanhol e apresentavam níveis reduzidos de aculturação; 96% destas informavam ter realizado TP, mas 24% não relatavam adesão às normas recomendadas de rastreamento. Entre aquelas com quarenta anos ou mais, 62% haviam realizado MM, mas somente 33% de acordo com as normas de rotina. A freqüência de conceitos equivocados sobre o câncer neste grupo de mulheres foi maior que a observada para mulheres latinas em outros estudos. Modelos logísticos multivariados para variáveis correlacionadas à conduta no rastreamento pelo TP e MM indicam que fatores como o medo do teste, vergonha e desconhecimento tiveram influência. Concluiu-se que as mulheres nesse estudo apresentaram menor freqüência de rastreamento por MM que mulheres não latinas, além de apresentarem também níveis mais reduzidos de adesão às normas de rastreamento por TP e MM.

  12. Desigualdade no acesso a medicamentos para doenças crônicas em mulheres brasileiras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flávia Katrein

    2015-07-01

    Full Text Available O objetivo deste trabalho foi analisar a prevalência de acesso a medicamentos para tratamento de doenças crônicas e a existência de desigualdades socioeconômicas no acesso. Os dados são da Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde e da Mulher e da Criança de 2006, com uma amostra de 15.575 mulheres (15 a 49 anos. Dessas, 7.717 tiveram diagnóstico de doença crônica com necessidade de obtenção de medicamento e foram consideradas elegíveis para o estudo. O desfecho foi construído com base no diagnóstico de doença crônica e na necessidade de obtenção de medicamento para o tratamento. A análise ajustada foi conduzida usando-se a regressão de Poisson. Os grupos que apresentaram maior prevalência de acesso foram os domiciliados na zona rural, com uma ou duas doenças crônicas e com nível socioeconômico mais elevado. A prevalência de acesso encontrada foi alta, no entanto, as análises demonstram que existe desigualdade socioeconômica no acesso a medicamentos a favor dos mais ricos, identificando como grupo mais vulnerável aquele dos indivíduos mais pobres e com maior número de doenças crônicas.

  13. Geração de trabalho e renda como estratégia de Promoção da Saúde: o caso das mulheres mastectomizadas em Nova Iguaçu, RJ, Brasil

    OpenAIRE

    Clarice Silva Santana; Gíssia Gomes Galvão; Paulini Malfei de Carvalho Costa; Maria de Fátima Lobato Tavares

    2016-01-01

    Resumo O tema abordado neste artigo é a geração de trabalho e renda de mulheres mastectomizadas. Surgiu a partir da necessidade da reorientação das práticas de saúde desenvolvidas em um ambulatório de fisioterapia em mastologia oncológica de um município da baixada fluminense do Estado do Rio de Janeiro, baseada na Promoção da Saúde. Diante do dilema de que a maioria das mulheres possuía condições físicas para exercerem uma atividade laborativa, porém não eram absorvidas pelo mercado de traba...

  14. Preditores dietéticos das concentrações séricas ou plasmáticas de homocisteína, ácido fólico, vitaminas B12 e B6 em mulheres

    OpenAIRE

    Lana Carneiro Almeida

    2007-01-01

    Objetivo Examinar a correlação entre fatores dietéticos, obtidos por questionário de freqüência alimentar (QFA) validado, e concentrações séricas ou plasmáticas de homocisteína (hcy), ácido fólico, vitaminas B12 e B6 em mulheres de São Paulo. População e métodos Foram analisados os dados dietéticos de 1.434 mulheres de 21 a 65 anos de um estudo caso-controle sobre consumo alimentar e lesões neoplásicas do colo uterino realizado em três hospitais públicos da cidade de São Paulo, excluindo-se o...

  15. Fatores associados à baixa densidade mineral óssea em mulheres brancas Factors associated with low bone mineral density among white women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Paulo Frazão

    2007-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar se os fatores para baixa densidade mineral óssea em mulheres idosas são os mesmos observados em outras faixas etárias. MÉTODOS: Realizou-se estudo transversal em amostra aleatória de prontuários de 413 mulheres brancas assistidas em serviço de diagnóstico por imagem, na cidade de Santos, estado de São Paulo, em 2003. Foram considerados os valores de densidade mineral óssea femoral ajustada pelo T-score. Foram investigadas as variáveis: idade, índice de massa corporal, tabagismo, consumo de álcool e leite, atividade física e terapia de reposição hormonal. Empregou-se regressão logística não condicional uni e multivariada. RESULTADOS: Na amostra, 52,5% tinham até 59 anos e 47,5% tinham 60 anos ou mais. O valor médio da densidade mineral óssea foi 0,867 g/cm² (dp=0,151 para o colo do fêmur. Valores significativos, ajustados pela idade foram obtidos para atividade física (OR ajustada=0,47; IC 95%: 0,23;0,97, índice de massa corporal igual ou superior a 30,0 kg/m² (OR ajustada=0,10; IC 95%: 0,05;0,21, etilismo (OR ajustada=7,90; IC 95%: 2,17;28,75, pouco consumo de leite (OR ajustada=3,29; IC 95%: 1,91;5,68 e reposição hormonal (OR ajustada=0,44; IC 95%: 0,21;0,90. Em mulheres idosas, massa corporal, consumo de leite e atividade física foram fatores de proteção independentes. CONCLUSÕES: Idade avançada, massa corporal, atividade física, consumo de leite e álcool foram importantes fatores na regulação da massa óssea. A influência de fatores comportamentais se manteve nas mulheres em idade avançada, reforçando o papel das medidas preventivas na prática médica e das políticas de promoção de saúde voltadas ao envelhecimento saudável.OBJECTIVE: To analyze whether the factors causing low bone mineral density among elderly women are the same as those observed in other age groups. METHODS: A cross-sectional study was carried out on the medical records of a random sample of 413 white women

  16. Efeitos agudos de diferentes intensidades e volumes de exercício aeróbio sobre as concentrações de triptofano e serotonina em mulheres idosas fisicamente ativas

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jônatas de França Barros

    2014-12-01

    Full Text Available O envelhecimento provoca uma diminuição na concentração de serotonina, que por sua vez, pode produzir anormalidades de comportamento como: agressividade, insônia, comportamento suicida ou criminal e perda do desejo sexual. Entretanto, estudos demonstram que o exercício aeróbio parece aumentar agudamente as concentrações de triptofano e serotonina. Por outro lado, não há relatos na literatura de estudos que tenham investigado os efeitos de diferentes intensidades e volumes de exercício aeróbio sobre as concentrações de triptofano e serotonina em mulheres idosas. O objetivo do presente estudo foi verificar os efeitos agudos de diferentes intensidades e volumes de exercício aeróbio sobre as concentrações de triptofano e serotonina em mulheres idosas fisicamente ativas. Para tanto, 49 mulheres idosas (idade entre 60 e 75 anos, fisicamente ativas, foram distribuídas em seis grupos: controle (GC; n = 8 e cinco experimentais: 1 exercício aeróbio realizado a 90% do limiar ventilatório (LV90; n = 8; 2 exercício realizado em intensidade de limiar ventilatório (LV; n = 8, 3 exercício realizado em intensidade relativa a 90% do ponto de compensação respiratório (PCR90; n = 8, todos com duração de 20 min; 4 teste de esforço máximo (Gmáx; n = 8; e 5 exercício realizado em intensidade de limiar ventilatório com duração de 60 min (LV60min; n = 9. Antes e após a realização das sessões de exercícios foram realizadas coletas de sangue venoso para quantificação das concentrações de triptofano e serotonina. Não foram identificadas diferenças significativas (p > 0,05 entre (GC, LV90, LV, PCR90, Gmáx e LV60min e intragrupos (pré e pós nas concentrações de serotonina e triptofano. Em conclusão, sessões agudas de exercício aeróbio realizado em diferentes intensidades e volumes não resultaram em alterações significativas nas concentrações de serotonina e tripotofano em mulheres idosas.

  17. Antibiotic susceptibility patterns and prevalence of group B Streptococcus isolated from pregnant women in Misiones, Argentina Sensibilidade a antibióticos e prevalência de Streptococcus do grupo B em mulheres grávidas em Missiones, Argentina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    M. Quiroga

    2008-06-01

    Full Text Available This study was performed to determine the susceptibility patterns and the colonization rate of Group B Streptococcus (GBS in a population of pregnant women. From January 2004 to December 2006, vaginal-rectal swabs were obtained from 1105 women attending Dr. Ramón Madariaga Hospital, in Posadas, Misiones, Argentina. The carriage rate of GBS among pregnant women was 7.6%. A total of 62 GBS strains were randomly selected for in vitro susceptibility testing to penicillin G, ampicillin, tetracycline, levofloxacin, gatifloxacin, ciprofloxacin, quinupristin-dalfopristin, linezolid, vancomycin, rifampicin, trimethoprim-sulfametoxazol, nitrofurantoin, gentamicin, clindamycin and erythromycin, and determination of resistance phenotypes. No resistance to penicillin, ampicillin, quinupristin-dalfopristin, linezolid, and vancomycin was found. Of the isolates examined 96.8%, 98.3%, 46.8%, and 29.0% were susceptible to rifampicin, nitrofurantoin, trimethoprim-sulfametoxazol and tetracycline, respectively. Rank order of susceptibility for the quinolones was: gatifloxacin (98.4% > levofloxacin (93.5% > ciprofloxacin (64.5%. The rate of resistance to erythromycin (9.7% was higher than that of other reports from Argentina. High-level resistance to gentamicin was not detected in any of the isolates. Based on our finding of 50% of GBS isolates with MIC to gentamicin equal o lower than 8 µg/ml, a concentration used in one of the selective media recommended for GBS isolation, we suggested, at least in our population, the use of nalidixic acid and colistin in selective media with the aim to improve the sensitivity of screening cultures for GBS carriage in women.Esse estudo objetivou determinar os padrões de sensibilidade a antibióticos e as taxas de colonização de Streptococcus do grupo B (GBS em uma população de mulheres grávidas. Entre janeiro de 2004 e dezembro de 2006, foram obtidos swabs vaginais-retais de 1105 mulheres no Hospital Dr. Ramon Madariaga, em

  18. Musical rhythms and their influence on P300 velocity in young females Ritmos musicais diferentes: influência da velocidade no P300 em jovens mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cintia Ishii de Sá

    2011-04-01

    Full Text Available Exposure to music may be useful in the P300 retest and avoid habituation. AIM: To verify the influence of the exposure to different kinds of music in P300 in young females. STUDY DESIGN: Clinical prospective. MATERIAL AND METHOD: Forty-five women aged from 20 to 36 years were evaluated. P300 was studied before and after musical stimulation with different rhythms. Brazilian songs, international songs, and classical music melodies were selected. Each song had its velocity altered and was named as fast and slow. Subjects were divided into 2 groups exposed to music: one group was exposed to the fast version and the other to the slow version. The control group not exposed to music and was evaluated within the same time period of the others. RESULT: There were statistically significant differences when comparing P300 amplitude in the first and third stimulation with the comparison group. CONCLUSION: In the same subject, several sequential registrations of P300 caused habituation, which was not seen during exposure to music before P300 recording. Exposure to music at preset different velocities did not affect the P300 in young females.Exposição musical pode auxiliar na reavaliação do P300 e evitar habituação. OBJETIVO: Verificar influência à exposição a diferentes tipos de música e velocidades no P300 em mulheres. FORMA DO ESTUDO: Clínico prospectivo. MATERIAIS E MÉTODOS: Participaram 45 mulheres, entre 20 e 36 anos. Estudamos o P300 antes e após estimulação musical. Selecionamos uma melodia brasileira, melodia não brasileira e melodia clássica. A mesma música teve sua velocidade alterada para rápida e lenta. A amostra foi constituída por dois grupos com exposição à música: um grupo foi exposto aos três tipos de música com velocidade lenta e o outro grupo exposto às mesmas músicas com velocidade rápida. E, um grupo comparação cujas medidas foram feitas sem exposição musical respeitando-se apenas os intervalos de tempo

  19. Episiotomia: em foco a visão das mulheres Episotomía: focalizando la visión de las mujeres Episiotomy: focusing women's view

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Jaqueline Fátima Previatti

    2007-04-01

    Full Text Available Existem evidências científicas suficientes para a recomendação da abolição da episiotomia utilizada de forma liberal. Com objetivo de identificar a visão de um grupo de puérperas, em relação à episiotomia, realizou-se um estudo de abordagem qualitativa, com participação de 20 mulheres, no período pós-parto. Utilizou-se para coleta de dados um instrumento semi-estruturado, aplicado nos meses de abril a junho de 2004. Os resultados foram analisados com base na análise temática. Verificou-se o desconhecimento das mulheres em relação à episiotomia e sobre seu próprio corpo; ainda que, não receberam informações em nenhum momento de que esta é uma intervenção seletiva, indicando a necessidade de ampliação do conhecimento e do resgate da autonomia da mulher no processo de parto e nascimento.Existen evidencias científicas suficientes para la recomendación de la abolición del episiotomía utilizada de modo liberal. Con objetivo de identificar la visión de un grupo de puérperas en relación al episiotomía se realizó un estudio de abordaje cualitativa , con participación de 20 mujeres, en el período después - parto . Se utilizó para recogida de datos un instrumento mitad estructurado aplicado en los meses de abril hasta junio de 2004. Los resultados habían sido analizados con base del análisis temático. Se verificó el desconocimiento de las mujeres en relación al episiotomía y en su propio cuerpo: aún que , no habían recibido informaciones , en ningún momento de que esta es una intervención selectiva , indicando la necesidad de ampliación del conocimiento y del rescate de la autonomía de la mujer en el proceso de parto y nacimiento.Enough scientific evidences exist for the recommendation of the abolition of the used episiotomia in a liberal way. With objective of identifying the vision of a group of post-partum women in relation to the episiotomy it was done a study of qualitative approach, with the

  20. Prevalência de lesões endometriais em mulheres obesas assintomáticas Prevalence of endometrial injury in asymptomatic obese women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela Alves da Cruz Gouveia

    2007-08-01

    Full Text Available OBJETIVOS: A obesidade representa importante fator de risco para alterações endometriais. O presente estudo teve por objetivo avaliar a prevalência de lesões endometriais, como pólipos, hiperplasia e câncer de endométrio em mulheres obesas assintomáticas, assim como reconhecer os fatores de risco associados. MÉTODOS: Entre dezembro de 2004 e fevereiro de 2006, em estudo transversal foram avaliadas 94 mulheres obesas (índice de massa corpóreo >30Kg/m², divididas em dois grupos com 47 participantes cada: em idade reprodutiva e após a menopausa. Foram analisados: história clínica, exame físico (antropométrico/ginecológico, determinações bioquímicas e avaliação do endométrio por ultra-sonografia endovaginal, biópsia e histeroscopia (para confirmar patologia endometrial. RESULTADOS: Nas mulheres em idade reprodutiva foram encontrados 12,8% de casos de patologia endometrial, que se associaram significativamente com as elevações da idade, hipertensão arterial (HAS, colesterol e LDL-c. Após a menopausa, foram identificadas 40,4% de lesões endometriais que se associaram significativamente com pressão arterial sistólica (PAS > 140mmHg, elevação do LDL-c e da estrona. Dois casos de câncer de endométrio foram constatados, sendo um em cada grupo. CONCLUSÃO: O aumento de incidência da obesidade nos últimos anos tem elevado os fatores de risco para o câncer de endométrio. Na idade reprodutiva tivemos um pequeno tamanho amostral de alterações endometriais; com isso, poderíamos apenas sugerir, uma maior atenção àquelas com idade superior a 40 anos, que apresentem HAS e/ou elevação do LDL-c. O status menopausal eleva o risco de lesão endometrial; associado com elevações da PAS, LDL-c e/ou estrona, elas se tornarão candidatas à biópsia de endométrio, visando o diagnóstico precoce do câncer, decisivo para o prognóstico favorável da mulher.OBJECTIVE: Obesity represents the most important risk factor for

  1. Efeito do tempo de espera para radioterapia na sobrevida geral em cinco anos de mulheres com câncer do colo do útero, 1995-2010

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Isabel do Nascimento

    2015-11-01

    Full Text Available Resumo A sobrevida geral em cinco anos e os fatores associados ao óbito foram avaliados em uma coorte de 342 mulheres com câncer do colo uterino indicadas para radioterapia na Baixada Fluminense, Rio de Janeiro, Brasil. A sobrevida geral foi de 25,3%, alcançando 60,8% para os casos até IIA. O ajustamento com uso do modelo de riscos proporcionais de Cox estendido mostrou risco de óbito aumentado para tumores IIB-IIIB (HR = 1,89; IC95%: 1,214; 2,957 e IVA-IVB (HR = 5,78; IC95%: 2,973; 11,265. A captação por citologia (HR = 0,58; IC95%: 0,362; 0,961 e o encaminhamento direto para o serviço de radioterapia na Baixada Fluminese (HR = 0,60; IC95%: 0,418; 0,875 foram os principais fatores protetores encontrados. O tempo de espera pela radioterapia (> 60 dias versus ≤ 60 dias foi não estatisticamente significativo, porém o retardo de quatro dias piorou os resultados (HR = 1,70; IC95%: 1,153; 2,513. O limite de 60 dias para iniciar a radioterapia deve ser respeitado com rigor, pois, a partir de 64 dias, o retardo mostrou associação significativa entre todos os pontos de corte de tempo de espera analisados e o risco de morte em cinco anos.

  2. O mundo muçulmano em uma era global: a proteção dos direitos das mulheres The muslim world in a global age: protecting women's ights

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mahmood Monshipouri

    2004-06-01

    Full Text Available As mulheres muçulmanas enfrentam, simultaneamente, três desafios. Em primeiro lugar, elas representam uma identidade islâmica que, com freqüência, está em conflito com regimes políticos modernos e com as elites dos Estados. Em segundo lugar, elas devem lutar contra os fundamentalistas islâmicos, cujas idéias, instituições e objetivos são por elas rejeitados com veemência. Por fim, e tão importante quanto os outros desafios, elas enfrentam no dia-a-dia a cultura patriarcal dominante nos lugares onde vivem. As questões relacionadas aos direitos das mulheres são agravadas pelas dificuldades que as mulheres muçulmanas encontram em uma cultura patriarcal na qual a mulher é geralmente caracterizada por estereótipos. Se, por um lado, a "solidariedade sem fronteiras" possibilitou a promoção de direitos das mulheres dentro e através das culturas, por outro, ela também se depara com questões sociais mais amplas e mais complexas. Embora essa solidariedade global sofra resistência em muitas partes do mundo muçulmano, o empowerment das mulheres é visto como o antídoto mais eficaz contra o extremismo no mundo muçulmano. Este trabalho pretende contextualizar a análise de gênero nos âmbitos cultural, econômico e político, de modo a lidar com três questões: (1 por que as mulheres muçulmanas se tornaram agentes de mudança, reforma e democratização no mundo globalizado? (2 qual o impacto da globalização sobre as mulheres muçulmanas e sobre a ascensão do feminismo islâmico? (3 de que maneira as mulheres muçulmanas podem respeitar a integridade de sua cultura, ao mesmo tempo que se mantêm receptivas a valores, idéias e instituições universais?Muslim women encounter three fronts simultaneously. First, they represent an Islamic identity that more often than not is in conflict with modern political regimes and state elites. Secondly, they must fight against Islamic fundamentalists, whose ideas, institutions, and goals

  3. Consumo alimentar de mulheres sobreviventes de câncer de mama: análise em dois períodos de tempo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Helena Alves de Carvalho Sampaio

    2012-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Comparar o consumo alimentar de dois grupos de mulheres portadoras de câncer de mama atendidas em dois períodos distintos: 1999-2004 e 2005-2009. MÉTODOS: Estudo documental, com abordagem descritiva e comparativa. Foram coletados dados de identificação e de ingestão alimentar nas fichas de 154 pacientes portadoras de câncer de mama atendidas em serviços de referência de Fortaleza (CE: 66 no período de 1999-2004 e 88 no de 2005-2009. Foram considerados como integrantes do hábito os alimentos consumidos pelo menos quinzenalmente por, no mínimo, 50% das pessoas. Calculou-se a prevalência de consumo de alimentos, sendo os padrões dos dois períodos comparados pela aplicação dos testes Quiquadrado ou exato de Fisher, e adotouse p<0,05 como nível de significância. RESULTADOS: Os hábitos alimentares dos dois grupos foram semelhantes, exceto quanto ao maior consumo de leite e de cenoura e menor consumo de manga e caju, além de uma tendência ao aumento no consumo de óleo de soja, observada no grupo atendido mais recentemente. O aumento de leite e de cenoura pode configurar proteção contra a recidiva da doença, mas a redução do consumo das frutas citadas pode significar maior risco: aliás, foram baixas as prevalências de consumo de frutas e hortaliças pelos dois grupos de mulheres. CONCLUSÃO: Os achados apontam para uma lacuna na abordagem educativa das pacientes tanto no passado como na atualidade, o que comprova a necessidade de incentivar maior consumo e variedade de hortaliças e frutas e menor consumo de cereais refinados, gorduras, açúcar e refrigerantes.

  4. Permanências e rupturas: sentidos de gênero em mulheres chefes de família Permanencies and ruptures: gender meanings in female family heads

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raquel Jaqueline Freiberger Testoni

    2006-04-01

    Full Text Available Este artigo resultou de um estudo realizado com três mulheres chefes de família, moradoras de um bairro popular em uma cidade catarinense. Ao investigar de que forma constroem-se os sentidos de gênero na trajetória de vida destas mulheres, procurou-se refletir como estes sentidos posicionam os sujeitos na trama das relações sociais e de gênero. Considerando a construção histórica, social e cultural do gênero, pode-se questionar a naturalização da ligação entre sexo e gênero - tão freqüente na psicologia - e a conseqüente regulação na constituição das subjetividades femininas e masculinas dela proveniente. Os resultados apontam a existência de permanências, como a forte presença da moral sexual e do grande valor atribuído por elas à maternidade. Revelam, no entanto, alternativas de exercer pequenas rupturas neste padrão ao criarem, a partir da apropriação de outros saberes e outras significações pelas próprias experiências, um novo patamar de expectativas e possibilidades em suas vidas.This article is the result of a study accomplished with three female heads of family living in a popular neighborhood in a town of the Brazilian state of Santa Catarina. When investigating how gender meanings are constructed in the life trajectory of those women, we sought to reflect how those meanings locate the subjects in the plot of social and gender relations. Considering the historical, social and cultural construction of gender, the naturalization of the linking between sex and gender - so frequent in psychology - and the resulting regulation in the constitution of female and male subjectivities deriving from it can be questioned. The results point to the existence of permanencies such as the strong presence of sexual moral and the high value attributed by them to motherhood. They reveal, however, alternatives for carrying out small ruptures in that pattern when creating, from the appropriation of other knowledges and other

  5. Diferenças na prevenção da Aids entre homens e mulheres jovens de escolas públicas em São Paulo, SP

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antunes Maria Cristina

    2002-01-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Estudar as práticas sexuais de risco para a infecção pelo HIV de estudantes adultos jovens (18 a 25 anos de escolas públicas noturnas e avaliar as diferenças de gênero e o impacto de um programa de prevenção de Aids. MÉTODOS: Estudo longitudinal de intervenção, em quatro escolas da região central do Município de São Paulo, SP, divididas aleatoriamente em dois grupos: intervenção e controle. Uma amostra de 394 estudantes participou do estudo, e 77% completaram o questionário pós-intervenção. Realizaram-se "Oficinas de Sexo Mais Seguro" para discutir simbolismo da Aids, percepção de risco, influências das normas de gênero nas atitudes, informações sobre Aids, corpo erótico e reprodutivo, prazer sexual e negociação do uso do preservativo. Para a análise estatística, foram empregados os testes qui-quadrado de Pearson e a análise de co-variância. RESULTADOS: A freqüência do uso consistente de preservativo foi baixa (33%, e existiam diferenças significativas entre homens e mulheres com referência à sexualidade e à prevenção de Aids. Ao avaliar os efeitos das oficinas, as mudanças foram estatisticamente significativas entre as mulheres, que relataram maior proporção de sexo protegido entre outros aspectos relacionados à prevenção da Aids. As mudanças não foram significativas entre os homens. CONCLUSÕES: O risco para a infecção pelo HIV pode ser diminuído, mas resultados mais expressivos podem ser encontrados se forem consideradas as diferenças de gênero e de papéis sexuais por meio de programas comunitários específicos de longa duração.

  6. Características sociodemográficas e fatores importantes para a manutenção da saúde em mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Cristina Sales

    2014-12-01

    Full Text Available Objetivo: Investigar fatores importantes para a manutenção da saúde e as características socioeconômicas e demográficas de mulheres usuárias de Unidades Básicas de Saúde. Métodos: Estudo observacional, transversal e analítico, realizado em 2011, envolvendo 204 mulheres assistidas em 16 unidades do município de Queimadas, Paraíba. Obtiveram-se informações referentes às características demográficas (local de moradia, cor da pele, idade e situação conjugal, socioeconômicas (nível de escolaridade e recebimento do Bolsa Família, e hábitos de vida (alimentação, tabagismo, consulta médica, sedentarismo, ingestão de bebidas alcoólicas, controle do peso e do estresse por meio de questionário, ao qual aplicou-se estatística descritiva e razão de prevalência. Resultados: As participantes apresentaram idade média de 28,22 anos (DP=6,49. A maioria residia na zona rural (n=126; 61,76%, declarou saber ler ou escrever (n=184; 90,2% e receber o benefício Bolsa Família (n=153; 75,0%. Os fatores mais importantes para a manutenção da saúde foram a alimentação saudável (n=126; 61,8%, o não tabagismo (n=21; 10,3% e a consulta médica regular (n=19; 9,3%. As variáveis socioeconômicas e demográficas não apresentaram associações estatísticas significativas com os fatores importantes para manutenção da saúde. Conclusão: A população estudada reconhece a alimentação saudável, o não tabagismo e as consultas médicas regulares como os fatores mais importantes para a manutenção da saúde.

  7. Aspectos relacionados ao estabelecimento e à manutenção do aleitamento materno exclusivo na perspectiva de mulheres atendidas em uma unidade básica de saúde

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elizabeth Fujimori

    Full Text Available Com a proposta de conhecer aspectos que envolvem o período de estabelecimento e manutenção do aleitamento materno exclusivo (AME, na perspectiva de mulheres, realizou-se estudo qualitativo com 12 mães de lactentes menores de seis meses, atendidas em unidade básica de saúde. Entrevistas semiestruturadas, gravadas, transcritas e submetidas à análise de conteúdo revelaram as categorias: traumas mamilares; livre demanda; "leite fraco"; saúde psicológica da nutriz; experiência anterior em amamentação; amamentação e os múltiplos papéis da mulher; influência de pessoas próximas. O estabelecimento do AME associou-se a experiências e percepções acerca da suficiência do leite, gerando preocupações e insegurança. Pessoas próximas, em especial familiares, influenciam no estabelecimento e manutenção do AME, da mesma forma que a sobrecarga de trabalho da mulher, dentro e fora do lar. É fundamental que os profissionais de saúde conheçam esses aspectos que dificultam ou que facilitam o estabelecimento e a manutenção do aleitamento materno para orientarem ações.

  8. Phenytoin as the first option in female epileptic patients? Fenitoína como primeira opção em mulheres com epilepsia?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    PAULO CÉSAR TREVISOL-BITTENCOURT

    1999-09-01

    Full Text Available OBJECTIVE: Phenytoin (PHT is one of the first-choice drugs in several epileptic syndromes, mostly in partial epilepsies, in which case it is effective as carbamazepine and phenobarbital. However, like any other anti-epileptic drug (AED, unpleasant side-effects are not rare. The aim of this study is the evaluation of dermatological troubles related to chronic PHT usage in female patients. METHOD: Between 1990-93, 731 new patients underwent investigation for epilepsy at the Multidisciplinary Clinic for Epilepsy in our State. In this sample 283 were AED users at the time of the first assessment. Sixty one female patients taking PHT were identified. They were taking PHT in a dosage ranging from 100 to 300 mg daily, in mono or polytherapy regimen, during 1-5 previous years. RESULTS: More than 50% of the sample showed coarse facial features made by the combination of several degrees of acne, hirsutism and gingival hyperplasia. CONCLUSION: Except in emergency situations, PHT should not be prescribed as the first option to the treatment of female epileptic patients, because not uncommonly the cosmetic side-effects are more socially handicapping than the epileptic syndrome by itself.OBJETIVO: Fenitoína (PHT é uma das principais drogas no tratamento de epilepsias diversas, principalmente as parciais, para a qual ela é tão eficaz quanto carbamazepina e fenobarbital. Entretanto, como qualquer outra droga anti-epiléptica (DAE da atualidade, efeitos desagradáveis não são raros. O alvo deste estudo é a avaliação dos efeitos dermatológicos relacionados com o uso prolongado de PHT em pacientes femininas. MÉTODO: Entre 1990-93, foram admitidos para avaliação 731 novos pacientes na Clínica Multidisciplinar de Epilepsia/SUS, Florianópolis/SC. Destes, 238 já estavam em uso de DAE, sendo que 61 eram mulheres usuárias de fenitoína, numa dosagem que variava de 100-300 mg/dia, em mono ou politerapia, por um período prévio de 1-5 anos. RESULTADOS

  9. Avaliação postural em mulheres com dor pélvica crônica Postural evaluation in women with chronic pelvic pain

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renata Miranda

    2009-07-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar por meio da fotogrametria as alterações posturais de mulheres com dor pélvica crônica. MÉTODOS: foram avaliadas 30 mulheres com queixa de dor pélvica crônica e 37 sem essa queixa, totalizando 67 mulheres. A avaliação constituiu de anamnese, colocação de marcadores fixos em pontos anatômicos definidos e obtenção de fotografias em vista frontal, posterior, lateral esquerda e direita. A análise das fotos foi realizada com o software CorelDraw®, versão 11.0. Foram identificados valores para as variáveis de análise postural de tornozelo, joelho no plano sagital, pelve, lordose lombar, cifose torácica, escápula aduzida/abduzida, ombros, cabeça e teste do terceiro dedo ao chão. As variáveis qualitativas estudadas foram joelho (varo, valgo ou normal, presença ou não de escápula alada e de nivelamento de ombros. Para as análises estatísticas utilizamos o Statistical Package for Social Sciences, versão 16.0. Para a comparação entre as variáveis qualitativas foi utilizado o teste exato de Fisher e método de Monte-Carlo e, para a comparação de dados quantitativos foi utilizado o teste t ou o de Mann-Whitney. As comparações entre os dados contínuos corrigidos para possíveis variáveis de confusão foram feitas pela análise de covariância univariada. O nível de significância foi estabelecido como 0,05 ou 5%. RESULTADOS: foi observada diferença significante entre casos e controles para cabeça protusa (47,5 e 52,0º, respectivamente; pOBJECTIVE: to evaluate by photogrammetry, postural changes in women with chronic pelvic pain. METHODS: thirty women with complaint of chronic pelvic pain and 37 without it, in a total of 67 women, were evaluated. The evaluation was realized through anamnesis, fixed markers in defined anatomical sites, and frontal, posterior, left and right lateral photographies. Photo analysis has been done by the software CorelDraw®, version 11.0. Quantitative values for postural

  10. Antioxidantes, atividade física e estresse oxidativo em mulheres idosas Antioxidants, physical activity and oxidative stress in older women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Rubens Rebelatto

    2008-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar a influência da suplementação de vitaminas antioxidantes na dieta de mulheres idosas que praticam exercícios físicos regulares, sobre o estresse oxidativo, indicadores da saúde física e risco de enfermidades cardiovasculares (ECV. MÉTODO: Foram observados dois grupos (S e C de mulheres com idades entre 60 e 80 anos participantes de um programa de atividades físicas durante 58 semanas, com freqüência de três vezes por semana e duração de 50 a 55 minutos cada sessão. A dieta habitual do Grupo S (n=36 foi suplementada diariamente com 330 ml de uma bebida antioxidante (FuncionaTM; o Grupo C (n=32 ingeriu água e se caracterizou como controle. Como indicadores do estresse oxidativo foram determinadas as concentrações plasmáticas de glutationa reduzida (GSH e oxidada (GSSG, calculada a relação molar GSH/GSSG, e identificado o dano oxidativo em lipídios e proteínas. As condições físicas e cardiovasculares foram avaliadas por meio dos parâmetros antropométricos habituais (peso, altura e índice de massa corporal e da pressão arterial. RESULTADOS: O Grupo C apresentou aumentos significativos do estresse oxidativo, redução da pressão arterial e dos valores médios de indicadores de risco de ECV. O Grupo S teve o estresse oxidativo reduzido significativamente e apresentou incremento dos ganhos cardiovasculares. Não foram identificadas significâncias em relação aos efeitos ergogênicos. CONCLUSÃO: Os dados indicam que mulheres idosas que realizam exercícios físicos freqüentes melhoram suas condições físicas e cardiovasculares e que o suplemento dietético continuado de alimentos funcionais antioxidantes podem minimizar os efeitos danosos das espécies reativas de oxigênio.OBJECTIVE: To verify the influence of dietary antioxidant supplementation in older women who regularly practice physical activities, on the occurrence of oxidative stress, physical health and risk of cardiovascular diseases

  11. Padrões clínicos de acne em mulheres de diferentes faixas etárias Acne in women: clinical patterns in different age-groups

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliano Vilaverde Schmitt

    2009-08-01

    Full Text Available FUNDAMENTOS: Acne é dermatose comum que acomete ambos os gêneros e todas as faixas etárias. Mulheres apresentam diferentes padrões clínicos da doença, além de frequente persistência da acne após a adolescência. OBJETIVO: Analisar características clínicas e epidemiológicas associadas às diferentes faixas etárias acometidas por acne feminina. MÉTODOS: Estudo transversal envolvendo mulheres com diagnóstico de acne, atendidas em ambulatório de dermatologia geral. Variáveis relacionadas à doença e às pacientes foram avaliadas com o emprego de questionário padronizado. RESULTADOS: Avaliaram-se 103 pacientes, cuja idade média na época da consulta foi 21,7 ± 7,3 anos. Definiram-se dois subgrupos com idade de corte de 21 anos e idades médias de 15,8 ± 2,3 e 28,0 ± 5,1 anos. Houve correlação entre a duração do quadro e a idade das pacientes na consulta (R = 0,7. Observaram-se diferenças entre os grupos nas frequências de uso de contraceptivo oral combinado (OR = 48,1, lesões no colo (OR = 11,6, lesões no dorso (OR = 0,2, predominância na topografia superior da face (OR = 0,1 e idade de início das lesões (OR = 1,8. No grupo de mulheres adultas, 80% relataram início do quadro antes dos 20 anos. CONCLUSÕES: Identificaram-se padrões clínicos cronológicos e topográficos que caracterizaram a acne feminina em diferentes faixas etárias, alertando para a importância da abordagem diagnóstica e terapêutica individualizada.BACKGROUND: Acne is a frequent skin disease that occurs in both sexes and all age-groups. Women present several clinical disease patterns; moreover, persistence after adolescence is common. OBJECTIVE: To analyze clinical and epidemiological characteristics associated with different age-groups affected by acne in women. METHODS: Cross-sectional study involving female patients diagnosed with acne, at a general dermatology outpatient clinic. Variables related to disease and patients were assessed

  12. A mulher e o acidente de trânsito: caracterização do evento em Maringá, Paraná Women and traffic accidents: characterization of occurrences in Maringá, Paraná

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Pedro Paulo Davantel

    2009-09-01

    Full Text Available Os acidentes de trânsito são atualmente a primeira causa de mortalidade no conjunto de causas externas entre as mulheres. A mulher atual, pelas mudanças em seu papel na sociedade, vem se expondo a novos riscos. Este estudo teve como objetivo caracterizar a mulher envolvida em acidente de trânsito, assim como os eventos. Foi realizado um estudo transversal, com dados secundários obtidos nos Boletins de Ocorrência de Acidente de Trânsito - BOAT, do 4º Batalhão da Polícia Militar de Maringá, Setor de Trânsito. Os dados foram categorizados e analisados por meio de testes não-paramétricos, de correlações (Spearman e teste de independência entre as variáveis (qui-quadrado. As mulheres envolvidas em acidente de trânsito eram em sua maioria solteiras (34,0%, com idade entre 21 e 30 anos (49,0%, nível de escolaridade acima do ensino médio (58,0% e predominantemente condutoras (65,0%. Os eventos ocorreram principalmente em dias úteis e nos período da tarde e da noite. As lesões foram mais frequentes em mulheres até os 20 anos e acima dos 51. Maior envolvimento em colisões com automóveis (69,%, com grande proporção de atropelamentos (14,2%, envolveram mulheres acima dos 50 anos e com menor nível de escolaridade. Foram mais atentas ao uso de dispositivos de segurança quando casadas e com maior nível de escolaridade. Estes dados sugerem novo perfil da mulher no trânsito, devendo o acompanhamento destas características e das consequências destes acidentes serem mais constantes em pesquisas, direcionando medidas e campanhas preventivas.Today traffic accidents are the first cause of morbidity in the group of external causes among women. Modern women have changed their role, exposing themselves to new risks. So, this study had as its purpose, characterize women involved in traffic accidents and to describe these accidents. A cross-sectional survey was conducted with information obtained from the Traffic Accident Report

  13. Anticorpos antifosfolípides em mulheres com antecedentes de perdas gestacionais: estudo caso-controle Antiphospholipid antibodies in women with recurrent pregnancy loss: a case-control study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Olívia Lúcia Nunes Costa

    2005-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: determinar a prevalência de anticorpos antifosfolípides em mulheres com antecedentes de perdas gestacionais na população obstétrica em geral e verificar se os anticorpos antifosfolípides representam fator de risco para perdas gestacionais na população estudada. MÉTODOS: foi realizado um estudo caso-controle prospectivo com mulheres grávidas e não grávidas, atendidas numa maternidade pública entre março de 2003 e junho de 2004. As mulheres foram divididas em dois grupos de acordo com o passado obstétrico; 100 mulheres com antecedentes de perdas gestacionais de acordo com a definição estabelecida para o diagnóstico da síndrome antifosfolipídica e que não apresentassem outros fatores relacionados ao insucesso gestacional; 150 mulheres saudáveis com antecedentes de duas ou mais gestações bem sucedidas. A determinação do anticoagulante lúpico (AL foi feita mediante os testes de TTPA, dRVVT de triagem e dRVVT confirmatório. Para a pesquisa dos anticorpos anticardiolipina (aCL classes IgG e IgM foi utilizado o teste de ELISA. e os resultados semiquantitativos expressos em unidades GPL e MPL. RESULTADOS: o anticoagulante lúpico estava presente em 5% das pacientes-caso e 2% dos controles (p=0,27. Os anticorpos aCL IgG estavam presentes em 18% das pacientes-caso e 8,7% das pacientes-controle (p=0,028; OR=2,3; IC 95%=1-53. Na classe IgM, 5% de positividade para os casos e 1% para os controles (p=0,21. CONCLUSÕES: os anticorpos antifosfolípides (AL e/ou aCL IgG e/ou IgM foram mais prevalentes nas mulheres com perdas gestacionais (28% que na população obstétrica em geral (17%. As mulheres com aCL IgG têm duas vezes mais chance de ter perdas gestacionais que a população obstétrica em geral.OBJECTIVE: To determine the prevalence of antiphospholipid antibodies in women with pregnancy loss and verify if such antibodies represent a risk factor for pregnancy failure. METHODS: We performed a case-control study with

  14. Políticas públicas em educação para mulheres negras : da prática do falo à construção da fala

    OpenAIRE

    Deus, Lia Maria dos Santos de

    2011-01-01

    A partir da consciência da origem colonialista do racismo e sexismo estrutural que operam de forma desumanizadora nas vidas negras, configurando as relações sociais estabelecidas em uma sociedade de histórico escravocrata, falocêntrico e misógino, este trabalho se propõe a apresentar uma análise de categorias e teorias feministas de mulheres negras. O aparato teórico em questão nos brinda com práticas e reflexões sobre a utilização de princípios de interseccionalidades, feminismo negro, hu...

  15. Avaliação do índice de massa corpórea em mulheres atendidas em ambulatório geral de ginecologia Evaluation of body mass index of women from an outpatient gynecological general clinic

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arlete Maria dos Santos Fernandes

    2005-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: verificar a freqüência de sobrepeso, obesidade e fatores associados entre mulheres de ambulatório de ginecologia geral em hospital secundário de referência. MÉTODOS: as variáveis estudadas foram idade, raça, escolaridade, renda familiar, trabalho com renda exercido pela mulher, tipo de trabalho da mulher, companheiro atual, característica do ciclo menstrual no momento da entrevista e índice de massa corpórea (IMC. Para análise as mulheres foram distribuídas em três grupos conforme o valor de IMC: 30 kg/m² (obesidade. Para os grupos de sobrepeso e obesidade foram calculados odds ratio e respectivo intervalo de confiança a 95% (IC 95% em cada variável, e posteriormente calculado OR ajustado. RESULTADOS: das 676 mulheres incluídas, 89,8% tinham até 8 anos de escolaridade, 83,0% tinham companheiro, 77,6% eram brancas, 61,4% referiram renda de até cinco salários mínimos e 36,0% estavam menopausadas. A freqüência de sobrepeso foi 35,6% e de obesidade 24,3%. O sobrepeso foi associado à faixa etária de 50-59 anos (OR: 3,22; IC 95%: 1,67-6,20 e à menopausa (OR: 1,52; IC 95%: 1,03-2,26; a obesidade foi associada à menopausa (OR: 2,57; IC 95%: 1,66-4,00 e às faixas etárias maiores de 40 anos (OR: 2,95; IC 95%: 1,37-6,37. Após análise de regressão múltipla, a obesidade manteve-se associada às faixas etárias de mais de 40 anos (OR: 2,51; IC 95%: 1,05-6,00. CONCLUSÕES: nesta amostra de mulheres com baixa escolaridade e nível socioeconômico, a prevalência de sobrepeso e obesidade foi alta. A obesidade foi associada a mulheres com mais de 40 anos. Esforços devem ser realizados para diminuir a freqüência de sobrepeso e obesidade entre mulheres.PURPOSE: to determine the prevalence of overweight, obesity, and associated factors among women who visited a general gynecologic clinic in a secondary hospital of reference. METHODS: the following variables were studied: age, race, educational level, family income, job

  16. Tratamento endovascular de aneurisma de aorta abdominal em paciente com rim em ferradura: relato de caso Endovascular treatment of abdominal aortic aneurysm in patient with horseshoe kidney: a case report

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    José Manoel da Silva Silvestre

    2013-03-01

    Full Text Available O rim em ferradura é uma das anomalias urológicas congênitas mais comuns e está presente em cerca de 0,12% dos pacientes com aneurisma de aorta abdominal. O reparo cirúrgico convencional está associado a dificuldades técnicas que provavelmente aumentam a morbidade e a mortalidade, mas que podem ser evitadas com o tratamento endovascular. Relatamos um caso de um paciente de 64 anos com rim em ferradura e aneurisma de aorta abdominal, que foi submetido ao reparo endovascular do aneurisma com sucesso.The horseshoe kidney is one of the most common urologic anomalies and is present in about 0,12% of the patients with abdominal aortic aneurysm. The conventional surgical repair is associated with technical difficulties that probably increase morbidity and mortality, but can be averted by the endovascular treatment. We report a case of a 64-year-old patient with horseshoe kidney and abdominal aortic aneurysm, who underwent endovascular repair with success.

  17. Prevalência de Chlamydia trachomathis em amostras endocervicais de mulheres em São Paulo e Santa Catarina pela PCR Prevalence of Chlamydia trachomatis in endocervical samples by PCR in São Paulo and Santa Catarina

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcos Edgar Herkenhoff

    2012-10-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: Nenhuma outra doença sexualmente transmissível (DST tem mostrado frequência tão elevada quanto a infecção por Chlamydia trachomatis (CT. É frequente a detecção de mulheres portadoras de danos tubários causados por esse agente, determinando infertilidade permanente e as intervenções cirúrgicas não têm demonstrado sucesso em reparar esses danos. A reação em cadeia da polimerase (PCR se mostrou mais sensível do que a cultura para a identificação de CT, principalmente em cervicite clamidiana nas mulheres. A PCR promove a detecção de sequências específicas de nucleotídeos para a CT. OBJETIVO: Analisar a prevalência de infecções causadas pela CT em mulheres nos estados de São Paulo e Santa Catarina utilizando amostras endocervicais. MATERIAIS E MÉTODOS Utilizaram-se para o presente trabalho amostras enviadas pelos laboratórios conveniados ao Genolab, pertencentes aos estados de São Paulo e de Santa Catarina. Foram consultados os resultados dos laudos de exames para CT oriundos do banco de dados do Genolab no ano de 2010. Para a obtenção e o isolamento do ácido desoxirribonucleico (DNA, utilizou-se a técnica de fenol-clorofórmio e para a amplificação do material genético, a técnica de PCR. RESULTADOS: Obteve-se uma amostra de 287 indivíduos, e desse total 56,45% das mulheres eram positivas. A amostra que obteve o maior número de positivos foi o swab endocervical, com 75%. CONCLUSÃO: As amostras biológicas provenientes do endocérvix apresentaram detecção eficiente da CT na população feminina. A alta prevalência salienta a importância no emprego do diagnóstico molecular, principalmente por este trabalho apontar esse aspecto.INTRODUCTION: No other sexually transmitted disease (STD has been as frequent as Chlamydia trachomatis (CT infection. Tubal damage caused by this agent has been frequently detected among women. This infection causes permanent infertility. Furthermore, surgical

  18. Distúrbios menstruais entre mulheres de 15-54 anos de idade em Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil: estudo de base populacional

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raquel Siqueira Barcelos

    2013-11-01

    Full Text Available Para avaliar a prevalência de distúrbios menstruais e sua distribuição conforme paridade e características demográficas, sociais e comportamentais, entre 15-54 anos de idade, realizou-se estudo transversal de base populacional, em Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil, com 1.078 mulheres. Foram investigados sangramento menstrual excessivo, sangramento intermenstrual, ciclo menstrual curto, ciclo menstrual longo e menstruação prolongada. Foram calculadas as taxas de prevalência, com intervalos de 95% de confiança. A prevalência global de distúrbios menstruais foi 46,4% (43,4-49,4. O mais prevalente foi sangramento menstrual excessivo (23,2%; 20,5-25,8, seguido de ciclo menstrual curto (19,2%; 16,6-21,8, ciclo menstrual longo (14,8%; 12,7-16,9, sangramento intermenstrual (11,1%; 9,1-13,2 e menstruação prolongada (7,9%; 6,3-9,4. Os distúrbios menstruais são frequentes na população, estando associados à idade maior que 34 anos, escolaridade menor que cinco anos, maior paridade, laqueadura tubária e tabagismo.

  19. Depressão e ansiedade em mulheres climatéricas: fatores associados Depression and anxiety in menopausal women: associated factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Álvaro Fernando Polisseni

    2009-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: determinar a prevalência de depressão e ansiedade em mulheres climatéricas e os prováveis fatores responsáveis por sua ocorrência. MÉTODOS: em estudo transversal, foram selecionadas 93 mulheres que frequentaram um ambulatório de climatério no período de maio de 2006 a agosto de 2007. Como critério de inclusão foram consideradas mulheres na faixa etária de 40 a 65 anos e que concordaram em participar do projeto. Os critérios de exclusão foram: pacientes em uso de terapia hormonal, hormonioterapia por implantes, DIUs e injetáveis de depósito nos últimos seis meses, endocrinopatias que levassem a irregularidades menstruais, hepatopatias, coagulopatias, uso de drogas que interferissem no ciclo menstrual, ansiolíticos e antidepressivos (pois o uso dessas drogas era indicativo de diagnóstico prévio de alterações do humor, histerectomizadas, ooforectomizadas, portadoras de câncer e de enfermidades psiquiátricas, pacientes que tivessem sido submetidas à radioterapia ou quimioterapia. Foram aplicados quatro questionários durante a entrevista: Anamnese, contendo dados sociodemográficos, clínicos e hábitos de vida; Índice Menopausal de Blatt-Kupperman, com o objetivo de diagnosticar as pacientes portadoras de síndrome climatérica; a subescala para Ansiedade, derivada da escala Hospitalar para Ansiedade e Depressão (HADS-A, com a finalidade de diagnosticar os casos de Ansiedade e o Inventário de Depressão de Beck, com o intuito de diagnosticar as mulheres portadoras de depressão. Foram realizadas as análises descritivas e de correlação entre as variáveis; o teste do χ2 e de Hosmer-Lemeshow, usando o programa Software Statistica versão 6. RESULTADOS: a média de prevalência de depressão entre as pacientes avaliadas foi de 36,8% enquanto que da ansiedade foi de 53,7%. Não houve diferença significativa entre a prevalência de depressão e ansiedade e as três fases do climatério. Observou-se rela

  20. Relações entre identidade, linguagem e cultura: o léxico da culinária em A casa das sete mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Giselle Olivia Mantovani Dal Corno

    2014-12-01

    Full Text Available Em um universo cultural, há regras de convivência social permeando todo o cotidiano. Uma das funções da cultura é permitir a adaptação do indivíduo à sociedade, já que é pela herança cultural que a comunicação se instaura. Não apenas pela linguagem, mas também por seu comportamento, os indivíduos assumem determinada identidade, construída a partir da cultura. Esta, por sua vez, expressa-se por referenciais linguísticos. Dessa perspectiva, o presente artigo tem como objetivo proceder a uma análise das relações existentes entre identidade, linguagem e cultura pelo estudo do léxico relativo à culinária no romance A casa das sete mulheres, de Leticia Wierzchowski, a partir do qual se busca observar como a construção da identidade regional gaúcha é retratada na obra.

  1. Inclusão/exclusão das mulheres imigrantes nos cuidados de saúde em Portugal: reflexão à luz do feminismo crítico

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Topa, Joana Bessa

    2010-01-01

    Full Text Available O processo migratório pode constituir um factor de risco para a saúde, podendo acarretar uma maior vulnerabilidade em relação a problemas de saúde em geral (Carballo et al. , 1998 e de saúde mental em particular, devido não só à dureza do processo migratório (Carta et al. , 2005, mas também à exposição quotidiana a formas de discriminação (in Pusseti, Ferreira, Lechner & Santinho, 2009. Se existe um elevado desconhecimento do acesso efectivo dos/as imigrantes aos cuidados de saúde (Fonseca, Silva, Esteves & McGarrigle, 2009 mais acentuado é no que se concerne à mulher imigrante. Esta apresentação pretende evidenciar e reflectir sobre a necessidade dos países de acolhimento desenvolverem políticas a nível dos serviços de saúde, à luz dos feminismos, tendo em conta o estatuto de mulher e imigrante. Trata-se uma reflexão teórica sobre o tema que está a ser trabalhado empiricamente no âmbito de um doutoramento em Psicologia Social

  2. Comportamento alimentar, ansiedade, depressão e imagem corporal em mulheres submetidas à cirurgia bariátrica

    OpenAIRE

    Diana Cândida Lacerda Mota

    2012-01-01

    Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a obesidade tornou-se atualmente uma epidemia que se espalha em todo o mundo, sendo foco de inúmeros estudos que abordam sua prevenção e tratamento, tais como dietas, medicamentos e prática de atividade física. Em obesos mórbidos, a Cirurgia Bariátrica (CB) vem sendo considerada a terapia mais eficaz na redução do peso corporal destes indivíduos. Contudo, participantes submetidos a esse procedimento, podem apresentar complicações psicológicas e do...

  3. Espaço cotidiano e imagens da mulher em «La Plaza del Diamante»

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elisa Maria Amorim Vieira

    2012-08-01

    Full Text Available Resumo: Com base nas reflexões da antropologia da vida cotidiana, de Nadia Seremetakis, este trabalho propõe uma análise das configurações do espaço cotidiano e das imagens da mulher no romance La Plaza del Diamante, da escritora catalã Mercè Rodoreda. Essa obra nos remete, por sua vez, a um período particularmente conflituoso da história espanhola contemporânea – a guerra civil e o primeiro franquismo – e a um espaço emblemático da resistência ao fascismo: a Barcelona dos anos 1930. A percepção que a protagonista do romance tem desse espaço-tempo tangencia os grandes fatos e concentra-se nos objetos que condensam a história e a memória da cidade. Palavras-chave: Espaço cotidiano; imagem feminina; Barcelona; Guerra Civil Espanhola; Mercè Rodoreda. Abstract: Based on the reflections of the anthropology of everyday life, by Nadia Seremetakis, this paper proposes an analysis of the everyday space settings and women’s images in the novel La Plaza del Diamante, by the Catalan writer Mercè Rodoreda. At the same time, this work takes us to a particularly contentious moment of the contemporary Spain history – the civil war and the first Francoism – and to an emblematic area of resistance to fascism: the Barcelona of the 1930s. The protagonist’s perception of this space-time touches the great facts and focuses on objects that encapsulate the history and memory of the city. Keywords: Everyday space; feminine image; Barcelona; Spanish Civil War; Mercè Rodoreda.

  4. Prevalência de hipertensão arterial sistêmica e fatores associados em homens e mulheres residentes em municípios da Amazônia Legal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Elcimary Cristina Silva

    2016-03-01

    Full Text Available RESUMO: Introdução: A hipertensão arterial sistêmica é um importante problema de saúde pública devido à sua alta prevalência, baixas taxas de controle e causa de morbidade e mortalidade cardiovascular. Objetivo: Analisar a prevalência de hipertensão arterial sistêmica e fatores associados em homens e mulheres residentes em municípios da Amazônia Legal. Métodos: No estudo transversal de base populacional conduzido com 1.296 adultos de ambos os sexos foram coletados dados sociodemográficos, estilo de vida, antropométricos e pressão arterial, sendo considerados hipertensos os que apresentaram pressão arterial ≥ 140/90 mmHg e/ou os que referiram uso de drogas anti-hipertensivas. As análises estatísticas foram feitas no módulo survey do programa Stata versão 11.0. Resultados: A prevalência da hipertensão arterial sistêmica foi de 22,3%. Após ajustes, as variáveis que se associaram à hipertensão nos homens foram a idade de 30 a 39 anos (RP ajustada = 2,69; IC95% 1,49 - 4,86, 40 a 49 anos (RP ajustada = 3,28; IC95% 1,82 - 5,93 e 50 a 59 anos (RP ajustada = 4,80; IC95% 2,63 - 8,76, sobrepeso (RP ajustada = 1,97; IC95% 1,39 - 2,78, obesidade (RP ajustada = 3,32; IC95% 2,32 - 4,75 e ser natural da região Norte ou Nordeste (RP ajustada = 0,31; IC95% 0,18 - 0,59. Entre as mulheres, associaram à hipertensão a idade de 40 a 49 anos (RP ajustada = 3,41; IC95% 1,91 - 6,07 e 50 a 59 anos (RP ajustada = 7,29; IC95% 4,07 - 13,07; o consumo de vinho (RP ajustada = 0,31; IC95% 0,10 - 0,97 e obesidade (RP ajustada = 2,39; IC95% 1,65 - 3,45. Conclusão: A hipertensão arterial associou-se independentemente com a idade, estado nutricional e naturalidade nos homens. E nas mulheres com a idade, estado nutricional e tipo de bebida alcoólica.

  5. “Sou uma mulher com o corpo de homem. É este meu grande drama”: Gênero e Travestismo em A confissao, de Bernardo Santareno

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Solange Santos Santana

    2014-08-01

    Full Text Available Na dramaturgia de Bernardo Santareno (1920-1980, a vida é sempre permeada por embates: de um lado, as normas regulatórias da conduta social, os discursos hegemônicos; de outro, personagens singulares à margem do “ideal”, destoantes.  Entre cenas e atos, mulheres, gays, travestis, lésbicas, garotas e garotos de programa, ainda que sejam estorvadas, oprimidas e censuradas, problematizam o lugar social destinado a elas, além de questionar os códigos de conduta que regem a vida social e sexual.  Neste trabalho, debruçarei sobre o texto A confissão, dramatículo de apenas um ato que compõe o volume Os Marginais e a Revolução, escrito pelo dramaturgo português, em 1979. A partir da análise das personagens principais – a travesti Françoise e o Confessor, representante da Igreja católica –, o presente texto se divide em duas partes. Na primeira, tomo de empréstimo um importante operador de leitura para o campo dos Estudos Culturais – o termo entre-lugar (SANTIAGO, 2002 –, porque acredito que a personagem Françoise pode ser melhor compreendida como um ser singular que o corporifica, uma vez que provoca a dispersão das premissas e princípios da matriz cultural heteronormativa; além de significar a resistência do sujeito às regras, às normas que o empurram para o terreno do inumano. Na segunda parte, trato de gênero, travestismo e os investimentos para a rematerialização do corpo com o objetivo de pensar como esta personagem, em comparação com as drag-queens, aponta para o paradoxo da condição travesti de que fala, por exemplo, Miskolci e Pelúcio (2007.  Ainda que Françoise lute para ser respeitada em sua diferença, pode-se perceber uma vontade de poder contingenciada pelo discurso social inerente à matriz cultural heteronormativa. Este trabalho, pois, tem como base teórica os estudos sobre homoerotismo, gênero e a teoria queer.

  6. Características sócio-demográficas, reprodutivas e médicas de mulheres admitidas por aborto em hospital da Região Sul do Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fonseca Walter

    1998-01-01

    Full Text Available No Brasil, a indução do aborto é legalmente permitida somente quando necessária para salvar a vida da mulher ou quando a concepção ocorreu de estupro. Apesar das restrições legais, morais e religiosas, a indução do aborto é amplamente praticada. Com o objetivo de identificar as características do aborto incompleto nas mulheres admitidas na maternidade pública de Florianópolis, foram entrevistadas 620 mulheres, entre 1º de julho de 1993 e 30 de junho de 1994. Com base em dados coletados por meio de questionário estruturado, são apresentadas características sócio-demográficas, reprodutivas e médicas dos abortos, classificados como certamente provocados, possivelmente provocados e espontâneos. Entre os 141 casos de aborto provocado, cerca de 50% das mulheres reportaram uso isolado do Cytotec® (misoprostol, ou deste associado a outro método abortivo. Os resultados revelam que na população estudada a indução do aborto é prática comum entre mulheres jovens, solteiras ou sem parceiro estável, de bom nível de escolaridade e não usuárias de métodos anticonceptivos. Foi também registrada uma redução do número de complicações graves relacionadas ao aborto provocado admitido ao hospital.

  7. Implementação da atenção em saúde às violências sexuais contra as mulheres em duas capitais brasileiras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ludmila Fontenele Cavalcanti

    Full Text Available Este artigo analisa a implementação da atenção em saúde às mulheres em situação de violência sexual em duas capitais brasileiras (Rio de Janeiro/Fortaleza. O estudo qualitativo analisou documentos sobre o tema e entrevistas semiestruturadas com 37 gestores dos sistemas de saúde municipais. A questão vem sendo abordada de forma diferenciada pelos municípios, o que decorre das distintas trajetórias de consolidação dos serviços, das aproximações com o movimento feminista e dos contextos culturais específicos. Notou-se que a implementação das ações nesse âmbito ainda apresenta fragilidades, exigindo esforços de articulação política e técnica para a estruturação e a manutenção dos serviços.

  8. Prevalência e caracterização de espécies de lactobacilos vaginais em mulheres em idade reprodutiva sem vulvovaginites Prevalence and characterization of vaginal lactobacillus species in women at reproductive age without vulvovaginitis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliane Melo Brolazo

    2009-04-01

    Full Text Available OBJETIVO: identificar espécies de lactobacilos isolados do conteúdo vaginal de mulheres saudáveis e assintomáticas; determinar as espécies mais prevalentes e caracterizá-las fenotipicamente. MÉTODOS: lactobacilos foram isolados em meio seletivo a partir de amostras de conteúdo vaginal de 135 mulheres, sem queixa de corrimento e com diagnóstico laboratorial negativo para infecções vaginais, acompanhadas em um ambulatório de Planejamento Familiar. Os isolados foram identificados por PCR multiplex e, quando necessário, submetidos ao sequenciamento do gene RNAr 16S. Foram também avaliados quanto à acidificação do meio de cultura, à produção de ácido láctico, de H2O2, bacteriocinas e a capacidade de adesão às células epiteliais. RESULTADOS: oitenta e três cepas de lactobacilos foram isoladas e identificadas, sendo as espécies predominantes L. crispatus (30,1%, L. jensenii (26,5%, L. gasseri (22,9% e L. vaginalis (8,4%. Apenas 20 destes isolados não produziram H2O2 em quantidades detectáveis. Das 37 linhagens selecionadas para teste de adesão a células epiteliais, 12 apresentaram adesão entre 50 a 69%, 10 apresentaram 70% ou mais, e as restantes pouca ou nenhuma adesão. Nenhum dos isolados produziu bacteriocinas. CONCLUSÕES: as espécies de lactobacilos mais prevalentes em mulheres sem vulvovaginites, isoladas em meio de cultura seletivo e identificadas por métodos moleculares, foram L. crispatus, L. jensenii e L. gasseri. Além de mais frequentes, tais linhagens também apresentaram melhor produção de H2O2 e atingiram menores valores de pH em meio de cultura.PURPOSE: to identify species of lactobacillus isolated from the vaginal contents of healthy and asymptomatic women, determining the most prevalent species and characterizing them phenotypically. METHODS: lactobacillus have been isolated in selective milieu from samples of the vaginal contents of 135 women without complaints of vaginal secretion, and with

  9. Infecção por Chlamydia trachomatis e Neisseria gonorrhoeae em mulheres atendidas em serviço de planejamento familiar Chlamydia trachomatis and Neisseria gonorrhoeae among women in a family planning clinic

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Arlete Maria dos Santos Fernandes

    2009-05-01

    Full Text Available OBJETIVO: estudar a prevalência de infecções por Chlamydia trachomatis (CT e Neisseria gonorrhoeae (NG entre mulheres adolescentes e jovens em ambulatório de planejamento familiar. MÉTODOS: um total de 230 mulheres com idade menor ou igual a 24 anos e antecedente de até quatro parceiros sexuais foram acompanhadas por até 48 meses, com coletas de urina para pesquisa de CT e NG pelo método da reação em cadeia da polimerase nos meses 1, 12, 24, 36 e 48. As variáveis estudadas foram faixa etária, escolaridade, estado marital, número de gestações, abortos e filhos vivos, idade de início da vida sexual, uso anterior e atual de condom, uso anterior de dispositivo intrauterino, número de parceiros nos últimos seis meses e tempo de seguimento. Realizou-se análise bivariada das variáveis segundo os testes positivos para CT e NG e análise múltipla por regressão logística. RESULTADOS: a frequência de infecções por CT foi de 13,5% e por NG de 3%, duas mulheres apresentaram ambos os testes positivos. O antecedente de uso de dispositivo intrauterino foi associado aos testes positivos para NG. CONCLUSÕES: as prevalências de infecção por CT e NG foram altas na faixa etária estudada e o rastreamento de mulheres jovens deve ser considerado em nossos serviços para controle da disseminação e prevenção de sequelas das doenças sexualmente transmissíveis.PURPOSE: to study infection prevalence by Chlamydia trachomatis (CT and Neisseria gonorrhoeae (NG, among adolescent and young women in a family planning outpatient clinic. METHODS: a total of 230 women up to 24 years old and history of up to four sexual partners have been followed-up for 48 months, with urine collection to search CT and NG, by the polymerase chain reaction method at the 1st, 12nd, 24th, 36th and 48th months. The variables studied were age group, schooling, marital status, number of gestations, abortions and children alive, age at the onset of sexual life, previous

  10. Exercício físico e fatores de risco cardiovasculares em mulheres obesas na pós-menopausa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eduardo Federighi Baisi Chagas

    2015-02-01

    Full Text Available INTRODUÇÃO: o exercício físico tem sido recomendado, como estratégia terapêutica não farmacológica, no tratamento de importantes fatores de risco cardiovascular. OBJETIVO: analisar o impacto de um programa de exercício físico, adaptado à realidade das Unidades de Saúde da Família (USF, sobre a composição corporal, fatores de risco cardiovasculares e Escore de Framingham de mulheres obesas na pós-menopausa. MÉTODOS: 70 mulheres entre 50 e 79 anos, sedentárias, obesas e sem menstruar por no mínimo doze meses, foram distribuídas aleatoriamente em um grupo treinado (GT (n=35 e um não treinado (GnT (n=35. O GT participou de vinte semanas de um programa de exercícios físicos com três sessões semanais, constituído por atividades de monitoramento e aquecimento (10 min; 25 min de exercício de flexibilidade e força; 50 min de caminhada com intensidade entre 50 a 65% do VO2max; e 5 min de relaxamento. O GnT foi orientado a manter suas atividades normais. RESULTADOS: o GT apresentou reduções significativas do índice de massa corporal (30,1+3,7 vs. 29,3+3,7; p=0,0001, circunferência de cintura (93,3+10,3 vs. 89,1+10,4; p=0,0001, percentual de gordura (54,2+2,9 vs. 53,2+3,3; p=0,0001, pressão arterial sistólica (128,0+14,6 vs. 119,2+10,3; p=0,0001, triglicerídeos (148,4+66,1 vs. 122,8+40,7; p=0,006, VLDL colesterol (29,7+13,2 vs. 24,5+8,0; p=0,005 e Escore de Framingham (13,08+4,0 vs. 11,77+4,1; p=0,010. No grupo não treinado foram observados aumentos significativos do percentual de gordura (55,0+4,0 vs. 57,0+3,8; p=0,0001, pressão arterial sistólica (128,6+10,5 vs. 133,7+12,0; p=0,001, glicemia de jejum (95,2+18,4 vs. 113,7+28,8; p=0,001 e Escore de Framingham (12,82+3,2 vs. 13,91+4,0; p=0,043, como também reduções do HDL colesterol (55,1+10,5 vs. 51,7+11,0; p=0,017. CONCLUSÃO: o programa de exercício físico adaptado às condições de USF foi efetivo na redução dos fatores de risco cardiovascular de mulheres

  11. Fatores associados a quedas em mulheres idosas residentes na comunidade Factors related to falls of elderly women residents in a community

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Juliana Gai

    2010-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar quais os fatores associados à presença de queda em um grupo de mulheres idosas independentes e autônomas. MÉTODOS: Foi realizado um estudo descritivo com 83 mulheres idosas participantes do Projeto para a Promoção da Saúde dos Idosos da Universidade Católica de Brasília - UCB. As pacientes responderam a questões sobre sua idade, fatores sociodemográficos, presença de tontura, medicamentos de uso contínuo, autopercepção da saúde e da visão e foram submetidas à Escala de Depressão Geriátrica Abreviada de Yesavage, ao Teste do Alcance Funcional e à Escala de Equilíbrio e Marcha de Tinetti. RESULTADOS: Não se encontrou relação estatisticamente significativa entre idade, fatores sociodemográficos, tontura, medicação psicotrópica, má autopercepção da saúde e da visão e presença de depressão com o fenômeno queda. Entretanto, houve relação de significância estatística para o Teste do Alcance Funcional e a Escala de Equilíbrio e Marcha de Tinetti. CONCLUSÃO: A condição de equilíbrio corporal apresentada pelas mulheres idosas foi o fator que teve associação com a ocorrência de quedas. O Teste do Alcance Funcional e a Escala de Tinetti foram consideradas eficientes na predição do risco de cair, o que sugere que podem ser utilizados tanto para avaliação quanto para identificação de melhora do equilíbrio corporal após o treinamento.OBJECTIVE: Verify the factors related to falls of a group of independent and autonomous elderly women. METHODS: A descriptive study was conducted with 83 elderly women that participate in the Elderly Health Promotion Project of the Universidade Católica de Brasília. They replied to questions related to their age, social demographic factors, dizziness, use of continuous medication, self-perception of health and vision and were submitted to the Yesavage Geriatric Depression Scale, Functional Reach Test and Tinetti Performance-Oriented Mobility Assessment

  12. Fatores associados a neoplasia intraepitelial cervical grau 2 e 3 em mulheres com alterações da colpocitologia e da colposcopia sugestivas de infecção por papiloma virus humano

    OpenAIRE

    1996-01-01

    Resumo: Os objetivos deste estudo foram avaliar a prevalência de NIC 2 e 3 em mulheres sexualmente ativas, com alterações compatíveis com infecção por HPV na colpocitologia e na colposcopia, verificando a distribuição das mulheres segundo o diagnóstico histopatológico de cervicite, NIC 1 e NIC 2 e 3, com relação a cor, escolaridade, estado conjugal, número de parceiros, idade ao início da atividade sexual, uso de anticoncepcional hormonal, paridade e idade. Investigou-se, também, a associaçã...

  13. Headaches during pregnancy in women with a prior history of menstrual headaches Cefaléia durante a gestação em mulheres com história de cefaléia menstrual

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliana Melhado

    2005-12-01

    ário semi-estruturado durante o primeiro, o segundo e o terceiro trimestres gestacionais e imediatamente após o parto. Todas as entrevistas foram conduzidas por um dos autores, usando a classificação da SIC, 2004. RESULTADOS: De 1101 mulheres, 1029 apresentavam cefaléia antes da gestação, sendo possível estudar o comportamento das cefaléias durante os trimestres gestacionais em 993. Apresentaram cefaléia relacionada à menstruação 360/993 mulheres. Encontramos migrânea em, 332/360 (92,22% mulheres com cefaléia menstrual e em 516/633 (81,51% mulheres com cefaléia não menstrual antes da gestação. A maioria das mulheres com migrânea menstrual apresentou melhora da cefaléia durante a gestação (62,22% no primeiro trimestre; 74,17% no segundo trimestre; 77.78% no terceiro trimestre. CONCLUSÃO: A maioria das mulheres grávidas, com cefaléia tanto menstrual quanto não menstrual, antes da gestação, apresentou migrânea, sendo que a mesma melhora ou desaparece durante a gestação. Mulheres com cefaléia não menstrual antes da gestação melhoram em proporção menor do que aquelas com cefaléia menstrual.

  14. Cluster headache attacks in a woman previously struck by lightning: pathophysiology of the latent period Cefaléia em salvas em uma mulher que foi previamente atingida por raio: fisiopatologia do período latente

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo Moraes Valença

    2007-06-01

    Full Text Available BACKGROUND: Cases of patients who developed cluster headache-like symptoms after different putative causes have been reported, indicating a direct relationship between brain lesion and this particular type of headache. Long term, delayed, neurological sequelae after lightning have also been described. CASE REPORT: We describe the case of a woman who, at the age of 10, was struck by lightning. Six years later she developed cluster headache-like attacks. CONCLUSION: We hypothesize that a relationship between the lightning and the cluster headache-like episodes observed in our patient. This case study may have helped throw some light into the still unknown pathophysiology of this particular type of primary headache.INTRODUÇÃO: Foram descritos casos de pacientes que desenvolveram cefaléia em salvas como manifestação secundária à diferentes causas, indicando uma relação direta entre uma lesão cerebral e este tipo particular de cefaléia. Seqüelas neurológicas tardias após injúria elétrica por raio também têm sido descritas. RELATO DO CASO: Nós descrevemos o caso de uma mulher que aos 10 anos de idade foi atingida por um raio. Seis anos mais tarde desenvolveu sintomatologia de cefaléia em salvas. CONCLUSÃO: Acreditamos que pode haver relação entre a injúria elétrica causada pelo raio e o aparecimento dos episódios semelhantes à cefaléia em salvas observados na nossa paciente. A provável fisiopatologia envolvida na gênese da cefaléia em salvas de origem secundária é discutida, particularmente em relação ao intervalo latente entre a injúria precipitante inicial e a fase álgica da cefaléia.

  15. Fatores relacionados à prevalência de morbidades psiquiátricas menores em mulheres selecionadas em um Centro de Saúde no Rio de Janeiro, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kac Gilberto

    2006-01-01

    Full Text Available O objetivo foi investigar fatores potencialmente associados às morbidades psiquiátricas menores, incluindo variáveis do estado nutricional materno. Foi estudada uma coorte com 479 mulheres entre 15 - 45 anos. O General Health Questionnaire (GHQ reduzido (12 itens foi aplicado, aos nove meses pós-parto, nas 312 mulheres que completaram o seguimento. A presença de morbidades psiquiátricas menores foi definida como valores do escore derivado do GHQ > 4 pontos, sendo analisada como variável dependente. As análises foram realizadas com modelos de regressão logística multivariados hierarquizados. A prevalência de morbidades psiquiátricas menores foi de 54,2% (IC95%: 48,6-59,7. Os resultados do modelo final revelaram que as seguintes variáveis permaneceram estatisticamente associadas: nível 1: renda familiar (1º quartil: OR = 2,71; IC95%: 1,42-5,19; 2º quartil: OR = 2,13; IC95%: 1,13-4,04; nível 3: gordura corporal > 30% (OR = 1,66; IC95%: 1,03-2,65. Conclui-se que a baixa renda e a obesidade foram os únicos fatores potencialmente associados à probabilidade de ocorrência de morbidades psiquiátricas menores, mesmo após o controle para variáveis de confusão, e que são escassos os estudos relacionando estado nutricional materno e morbidades psiquiátricas menores.

  16. Questões de gênero em estudos comparativos de imigração: mulheres judias em São Paulo e em Nova York Gender issues in comparative studies of immigration: jewish women in São Paulo and in New York

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ethel V. Kosminsky

    2004-12-01

    Full Text Available Este artigo discute as relações de gênero vividas por mulheres imigrantes judias, procedentes da Europa Oriental, que se fixaram em São Paulo e em Nova York, e por suas filhas, nascidas nessas cidades, apontando a importância das categorias gênero e geração nos estudos comparativos de imigração.This article discusses the Eastern European Jewish immigrants' women gender relationships, who settled in São Paulo and in New York, and their daughters' experiences, showing how important gender and generation categories are for the comparatives studies of international migration.

  17. Pathological gambling in women: a review Jogo patológico em mulheres: uma revisão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Silvia Saboia Martins

    2002-09-01

    Full Text Available Pathological gambling was only recently recognized as a psychiatric disorder (DSM-III, APA, 1980. Most studies of pathological gambling include only male subjects. Despite the paucity of information, it is likely that at least one-third of pathological gamblers are women. The objective of this article is to review clinical and epidemiological characteristics of female gamblers as compared to their male counterparts. MEDLINE and PsycINFO were searched for investigational studies and reviews of the past 10 years on clinical (sociodemographic, course and progression, psychiatric comorbidities, genetics, and personality and epidemiological aspects of female gamblers. Other relevant articles were also selected from reference lists. It is concluded that the current literature indicates some common characteristics in female and male gamblers, but it also indicates the possibility that each gender may carry etiopathogenic differences that when better understood should lead to improved treatment and prevention strategies.Ainda que jogos de azar e os problemas a eles relacionados sejam antigos para a humanidade, o Jogo Patológico, como alteração do comportamento humano, somente passou a ser reconhecido oficialmente como transtorno psiquiátrico a partir de sua inclusão na 3ª Edição do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (APA,1980. A maioria dos estudos sobre jogadores patológicos tem como base uma população eminentemente masculina. Entretanto, estima-se que pelo menos um terço dos indivíduos que recebem este diagnóstico sejam mulheres. O objetivo deste estudo foi revisar características clínicas e epidemiológicas de jogadoras comparadas a jogadores. As bases de dados MEDLINE e PsycINFO foram consultadas a respeito de estudos sobre Jogo Patológico publicados nos últimos dez anos, com especial enfoque para características clínicas (dados sócio-demográficos, curso e evolução, comorbidade psiquiátrica, gen

  18. Sono, qualidade de vida e depressão em mulheres no pós-tratamento de câncer de mama Sleep, quality of life and depression in women in breast cancer post-treatment

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Renatha El Rafihi-Ferreira

    2012-01-01

    Full Text Available Este trabalho investigou a qualidade de sono de mulheres com câncer de mama e suas relações com qualidade de vida e depressão. Cinqüenta mulheres com câncer de mama (grupo clínico e cinqüenta controles responderam um questionário médico-demográfico e ao instrumento Pittsburgh Sleep Quality Index. O grupo clínico também respondeu aos instrumentos Quality of Life Cancer-Survivor e Brief Zung Self-Rating Depression Scale. Verificou-se que mulheres com câncer tinham significativamente mais queixas de nictúria, calor e despertares noturnos. O grupo clínico com má qualidade do sono apresentou comprometimento na qualidade de vida e mais sintomas de depressão. Em geral, a qualidade de sono em mulheres com câncer de mama pode predizer a qualidade de vida e o bem estar psicológico.This study investigated the sleep quality of women with breast cancer and their relationship with quality of life and depression. Fifty women with breast cancer (clinical group and a control group of other 50 women without the disease answered a clinical-demographic questionnaire and the Pittsburgh Sleep Quality Index. The clinical group also completed the Quality of Life Cancer-Survivor and the Brief Zung Self-Rating Depression Scale questionnaires. It was found that women with breast cancer had significantly more complaints of nocturia, heat and nighttime awakenings. The clinical group with poor quality of sleep reported impaired quality of life and more symptoms of depression. In general terms, sleep quality in women with breast cancer can predict their quality of life and psychological well-being.

  19. Atividade física no lazer, deslocamento, apoio social e percepção do ambiente urbano em homens e mulheres de Florianópolis/SC

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Joris Pazin

    Full Text Available Resumo O objetivo do estudo foi identificar características do ambiente físico e social percebido associadas à atividade física no lazer (AFL e deslocamento (AFD em homens e mulheres. Amostra sistemética de 746 pessoas residentes em Florianópolis/SC obtida por lista telefônica. Utilizou-se o questionário internacional de atividade física [IPAQ versão longa e o questionário da escala de mobilidade ativa no ambiente comunitário “news” adaptado. Os desfechos investigados foram: não atender as recomendações em relação à atividade física (NARAF nas AFL e AFD em homens e mulheres. Como variáveis exploratórias foram investigadas as caracteristícas das variáveis sócio-demográficas, percepção do ambiente, saúde gerai e índice de massa corporal. Foi realizada análise de regressão logística para estimar as razões de chance bruta e ajustada dos atributos do ambiente físico e apoio social das pessoas que NARAF. Ataxa de resposta foi de 91% (n = 746. A prevalência de mulheres que NARAF no deslocamento foi de 73,3% (69,1-77,5% e a de homens de 71,1% (66,1-76,2%. Nas AFL a prevalência de mulheres que NARAF foi de 78,4% (74,5-78,3% e a de homens de 74,9% (70,1-79,7%. Nas AFD os atributos do ambiente associados a menos chance de NARAF foram: morar em área próxima ao comércio; academia e agênda bancária próximo de casa. Nas AFL, ruas iluminadas, segurança durante o dia, local para caminhar próximo de casa e morar próximo à orla marítima. Programas de promoção de AFL em adultos devem considerar variáveis do ambiente urbano (ruas iluminadas, segurança, local para caminhar ou praticar atividade física e a atratividade dos locais. Para promover as AFD devem ser consideradas as estruturas públicas e privadas (proximidade dos centros de compra, academias, agêndas bancárias e atratividade dos locais.

  20. Acidentes e violências entre mulheres atendidas em Serviços de Emergência Sentinela - Brasil, 2009 Accidents and violence among women attended in Sentinel Emergency Services - Brazil, 2009

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Celeste de Souza Rodrigues

    2012-09-01

    Full Text Available As causas externas afetam de maneira desigual as populações humanas. O presente artigo tem como objetivo analisar os atendimentos de emergência em mulheres vítimas de acidentes e violências. Foram analisados dados do inquérito de Vigilância de Violências e Acidentes em 74 Unidades de Emergência de 23 capitais e no Distrito Federal em 2009. Analisaram-se 6.965 atendimentos de mulheres adultas comparando-se as faixas de 20-39 e 40-59 anos, em relação a ocorrência de acidentes e violências. Os acidentes foram mais frequentes em mulheres jovens (20 a 39 anos, de cor negra e com escolaridade maior que 9 anos de estudo. A ocorrência de violência também foi predominante em mulheres jovens e negras, porém com menor escolaridade. Entre os acidentes predominaram as quedas (38,6%, seguidas de acidentes de transporte. As violências foram mais frequentes no domicílio (p Accidents from external causes affect the human population in different ways. This article seeks to analyze emergency care for women who are victims of accidents and violence. Data from the Surveillance System for Violence and Accidents were analyzed. This study was carried out in 74 emergency units of 23 state capitals and the Federal District in 2009 and included 6,965 women aged from 20-59 years. The age groups of 20-39 and 40-59 years were compared for the occurrence of accidents and violence. Accidents were more frequent among young black women (20-39 years with more than nine years of schooling. The occurrence of violence was also prevalent in young black women but with less schooling. Falls were the most frequent accidents (38.6%, followed by traffic accidents. The occurrence of violence was more frequent in the home (p <0.000 and the mention of alcohol abuse among victims of violence was predominant. The most frequent type of violence was aggression (84.6%, in which the aggressor was male (79.1% and identified as an intimate partner (44.1%. It is increasingly

  1. Prevalência e fatores associados à obesidade abdominal em adolescentes Prevalencia y factores asociados a la obesidad abdominal en adolescentes Prevalence of abdominal obesity and associated factors in adolescents

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcelo Romanzini

    2011-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Verificar a prevalência de obesidade abdominal e sua associação com fatores demográficos, econômicos e estilo de vida em adolescentes. MÉTODOS: Estudo transversal conduzido em 644 adolescentes (397 do sexo feminino e 247 do masculino, de 15 a 19 anos. Foram coletadas informações demográficas (sexo e idade, econômicas (nível econômico e comportamentais (atividade física, alimentação, tabagismo e etilismo. A obesidade abdominal (desfecho foi determinada com base em pontos de corte para a circunferência de cintura, específicos ao sexo e à idade. A análise multivariada foi realizada por meio de regressão logística, estimando-se Odds Ratios (OR brutas e ajustadas, com intervalo de confiança de 95%. RESULTADOS: A prevalência de obesidade abdominal foi de 7,5%. Adolescentes do sexo masculino (OR 2,34; IC95% 1,27-4,32, de nível econômico intermediário (OR 2,89; IC95% 1,35-6,19 e alto (OR 2,98; IC95% 1,31-6,77 e que consumiam bebida alcoólica de forma abusiva (OR 2,12; IC95% 1,10-4,09 apresentaram maior chance de possuírem obesidade abdominal. CONCLUSÕES: A prevalência de obesidade abdominal foi baixa em comparação aos estudos internacionais. Ademais, encontrou-se que o sexo, o nível econômico e o consumo abusivo de álcool se associaram à obesidade abdominal.OBJETIVO: Verificar la prevalencia de obesidad abdominal y su asociación con factores demográficos, económicos y estilo de vida en adolescentes. MÉTODOS: Estudio transversal conducido en 644 adolescentes (397 del sexo masculino y 247 del femenino de 15 a 18 años. Se recogieron informaciones demográficas (sexo, edad, económicas (nivel económico y comportamentales (actividad física, alimentación, tabaquismo, alcoholismo. La obesidad abdominal (desfecho fue determinada con base en puntos de corte para la circunferencia de la cintura, específicos al sexo y la edad. El análisis multivariado se realizó mediante regresión logística, estimando

  2. Do muscle strengthening exercises improve performance in the 6-minute walk test in postmenopausal women? O exercício de força muscular é eficiente para melhorar o desempenho no teste de caminhada de 6 minutos em mulheres pós-menopausais?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Júlia G. Reis

    2012-06-01

    Full Text Available BACKGROUND: Walking speed seems to be related to aerobic capacity, lower limb strength, and functional mobility, however it is not clear whether there is a direct relationship between improvement in muscle strength and gait performance in early postmenopausal women. OBJECTIVE: To evaluate the effect of muscle strengthening exercises on the performance of the 6-minute walk test in women within 5 years of menopause. METHODS: The women were randomized into control group (n=31, which performed no exercise, and exercise group (n=27, which performed muscle strengthening exercises. The exercises were performed twice a week for 3 months. The exercise protocol consisted of warm-up, stretching, and strengthening of the quadriceps, hamstring, calf, tibialis anterior, gluteus maximus, and abdominal muscles, followed by relaxation. Muscular strength training started with 60% of 1MR (2 series of 10-15 repetitions, reaching 85% until the end of the 3-month period (4 series of 6 repetitions each. RESULTS: The between-group comparisons pre- and post-intervention did not show any difference in distance walked, heart rate or blood pressure (p>0.05, but showed differences in muscle strength post-intervention, with the exercise group showing greater strength (p CONCLUSION: The results suggest that muscle strengthening of the lower limbs did not improve performance in the 6-minute walk test in this population of postmenopausal women.CONTEXTUALIZAÇÃO: A velocidade de marcha parece estar relacionada com a capacidade aeróbica, força dos músculos dos membros inferiores e mobilidade funcional. Entretanto, não está claro se existe uma relação direta entre a melhora da força muscular e o desempenho da marcha em mulheres pós-menopausais recentes. OBJETIVO: Avaliar o efeito de exercícios de fortalecimento muscular sobre o desempenho no teste de caminhada de 6 minutos em mulheres nos primeiros cinco anos após a menopausa. MÉTODOS: As mulheres foram randomizadas

  3. Cervicovaginal aerobic microflora of women with spontaneous abortion or preterm delivery in Araraquara-Brazil Microbiota aeróbica cérvico-vaginal de mulheres com aborto espontâneo ou prematuridade fetal em Araraquara - Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Stella G. Raddi

    1998-10-01

    Full Text Available Microbiological routine exams of endocervix and vaginal specimens of 22 women with clinical history of recent spontaneous abortion or premature rupture of membranes were accomplished. Chlamydia trachomatis, Streptococcus pyogenes, Streptococcus agalactiae, Candida sp and Gardnerella vaginalis were recovered from 54.5% (12 of the women. Ureaplasma urealyticum was frequently isolated (45.5% but 5 out of 22 had U. urealyticum only. Our report stands for the importance of quantitative as well as qualitative investigation on genital microflora in pregnant women, since it is likely to influence on pregnancy outcome.Rotina bacteriológica do conteúdo vaginal e cervical de 22 mulheres com histórico de aborto recente ou ruptura precoce das membranas foi realizada. Chlamydia trachomatis, Streptococcus pyogenes, Streptococcus agalactiae, Candida sp e Gardnerella vaginalis foram isolados em 54,5% (12 das pacientes. Apesar de Ureaplasma urealyticum ter sido frequentemente encontrado (45,5%, somente em 5 das 22 mulheres foi o único microrganismo presente nos materiais analisados. Esses resultados chamam a atenção para a importância de investigação quantitativa bem como qualitativa da microbiota genital em gestantes, tendo em vista ter consequências na gestação.

  4. Treinamento de força no meio aquático em mulheres jovens Aquatic strength training in young women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Andréia Silveira de Souza

    2010-09-01

    Full Text Available O objetivo do presente estudo foi analisar o efeito de um treinamento de força no meio aquático (TFA na força muscular de mulheres jovens saudaveis. O grupo treinamento de força (GTF, n=13 realizou o treinamento por onze semanas enquanto o grupo controle (GC, n=7 não realizou nenhum exercício físico regular durante esse período. O TFA consistiu em duas sessões semanais de 50 minutos, sendo a parte principal da sessão organizada em forma de circuito. A força máxima dinâmica (FM foi mensurada através do teste de uma repetição máxima em sete exercícios de força. Utilizou-se o teste t pareado para a comparação entre as situações pré e pós-treinamento (pThe aim of this study was to analyze the effects of an aquatic strength training (AST upon muscle strength in young and healthy women. The aquatic training group (ATG, n=13 trained during eleven weeks and the control group (CG, n=7 did not practice any exercise throughout this period. The AST was performed twice a week for 50 minutes and the main part was performed in circuit form. The maximum dynamic strength (MS was evaluated by the one repetition maximum test in seven strength exercises. The paired t test was used to compare the situations pre and post training (p<0.05. The AST showed a significant increase (p<0.001 in MS in all exercises and the increases ranged between 12.53 ± 9.28% to 25.90 ± 17.84%. No significant changes were observed in the CG. In general ways, we may recommend aquatic strength training of eleven weeks as an alternative and effective method to increase muscle strength in health and young women.

  5. Correção endovascular de aneurisma de aorta abdominal em paciente com rim em ferradura: relato de caso Endovascular repair of an abdominal aortic aneurysm in patient with horseshoe kidney: a case report

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eduardo Keller Saadi

    2008-09-01

    Full Text Available O rim em ferradura é uma anomalia congênita rara que pode causar várias dificuldades técnicas durante a correção convencional de aneurisma de aorta abdominal. Relatamos o caso de uma paciente de 68 anos com rim em ferradura, aneurisma de aorta abdominal sintomático e disfunção renal leve. A paciente foi submetida a correção endovascular, sendo utilizada uma endoprótese bifurcada. O pós-operatório foi livre de complicações. O diagnóstico e a técnica endovascular são discutidos, assim como a literatura revisada.Horseshoe kidney is a rare congenital anomaly that may cause various technical problems during conventional repairs of abdominal aortic aneurysms. We report the case of a 68-year-old woman with a horseshoe kidney, symptomatic abdominal aortic aneurysm and mild renal failure. The patient underwent endovascular repair using a bifurcated endoprosthesis. The postoperative was uneventful. We describe the diagnosis and the endovascular technique and literature review.

  6. Resultados da cirurgia do aneurisma da aorta abdominal em pacientes jovens Outcomes after surgical repair of abdominal aortic aneurysms in young patients

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Telmo P. Bonamigo

    2009-06-01

    Full Text Available CONTEXTO: A presença de aneurisma da aorta abdominal (AAA é rara em pacientes jovens. OBJETIVO: Avaliar os resultados da cirurgia do AAA em pacientes com idade BACKGROUND: Abdominal aortic aneurysms (AAA are rare in young patients. OBJECTIVE: To evaluate outcomes after AAA repair in patients aged < 50 years. METHODS: Between June 1979 and January 2008, 946 patients underwent elective repair for an infrarenal AAA performed by the first author. Of these, 13 patients (1.4% were < 50 years old at surgery. Demographic characteristics and surgical data were analyzed, as well as early and late outcomes after surgical intervention. RESULTS: Mean age was 46±3.4 years (ranging from 43 to 50 years. Most patients were men (76.9%, hypertensive (76.9% and smokers (61.5%. Perioperative morbidity and mortality rates were low (15.4% and 0%, respectively; one patient had respiratory infection and another patient had unstable angina. Median follow-up was 85.5 months, and two patients died due to ischemic cardiopathy and cerebrovascular accident during the follow-up period. CONCLUSION: AAA repair in young patients is a safe procedure, with good long-term results. In our study, there were no perioperative deaths, and a good long-term survival was observed.

  7. Television viewing and abdominal obesity in women according to smoking status: results from a large cross-sectional population-based study in Brazil Hábito de assistir televisão e obesidade abdominal entre mulheres fumantes: resultados de um estudo transversal de base populacional no Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Taísa Rodrigues Cortes

    2013-03-01

    Full Text Available OBJECTIVE: To investigate the associations between television viewing and abdominal obesity (AO in Brazilian women, according to smoking status. METHODS: Data of 13,262 adult women (18-49 years from the 2006's Demographic Health Survey, a cross-sectional household study with complex probabilistic sample and national representativeness, were analyzed. AO, defined as waist circumference ≥ 80.0 cm, was the outcome. Television viewing frequency (≥ 5 times/week, 1-4 times/week, OBJETIVO: Investigar a associação entre a frequência assistindo televisão e obesidade abdominal (OA entre mulheres brasileiras, segundo o hábito de fumar. MÉTODOS: Foram analisados os dados de 13.262 mulheres adultas (18-49 anos estudadas na Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde (PNDS-2006, um estudo transversal, com amostragem probabilística complexa, de representatividade nacional. OA, definida como circunferência da cintura ≥ 80.0 cm, foi considerada como desfecho. A frequência assistindo televisão (≥ 5 vezes/semana, 1-4 vezes/semana, < 1 vez/semana foi a principal variável de exposição e o hábito de fumar (sim ou não a principal covariável. Foram estimadas razões de prevalência por meio de modelos de regressão de Poisson, para fumantes e não fumantes separadamente. RESULTADOS: Observou-se interação estatisticamente significante entre frequência assistindo televisão e hábito de fumar (p < 0,05. A prevalência de OA entre mulheres fumantes que assistiam televisão ≥ 5 vezes/semana foi de 59,0%, e maior do que 35,0% entre aquelas que assistiam televisão < 1 vez/semana (p-valor = 0,02. Os valores de OA para não fumantes foram 55,2% e 55,7%, respectivamente. Fumantes que assistiam televisão ≥ 5 vezes/semana apresentaram chance 1,7 (1,1 - 2,5 vezes maior de ter OA, comparadas aquelas que relataram assistir televisão < 1 vez/semana. Não se observou associação significante para não fumantes. CONCLUSÃO: Assistir televisão ≥ 5

  8. A configuração da rede social de mulheres em situação de violência doméstica The configuration of the social network of women living in domestic violence situations

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eunice Nakamura

    2013-05-01

    Full Text Available Este artigo apresenta a configuração da rede social das mulheres que vivem em situação de violência doméstica num município da região metropolitana de São Paulo. Foram realizadas entrevistas com nove mulheres e oito profissionais e observação em três serviços que compõem a rede de proteção à mulher. Para a análise utilizou-se os pressupostos teóricos de redes sociais. Verificou-se que a violência impingida às mulheres pelos seus parceiros impossibilita a manutenção dos vínculos sociais, colocando-as em situação de isolamento e fragilidade. As instituições e os profissionais podem exercer um papel fundamental para que as mulheres saiam do ciclo de violência, desde que a rede de atenção e os fluxos entre os serviços sejam organizados. O estudo das redes sociais com o enfoque nos vínculos e trocas entre os atores pode contribuir para ampliar o conhecimento sobre a dinâmica relacional na situação de violência.This article presents the configuration of the social network of women living in domestic violence situations in a city in the metropolitan region of São Paulo, Brazil. Interviews were conducted with 9 women and 8 professionals, in addition to observation in three institutions which constitute the network for protection of women. The analysis was underpinned by the theoretical assumptions of social networks. Results show that violence inflicted upon women by their partners make them unable to establish and maintain social bonds, and thus face isolation and ostracism. Professionals and institutions can play a vital role for getting women out of the cycle of violence provided that care networks and services are well organized. Further studies of social networks, focusing on the nature of the links and exchanges among actors may contribute to acquiring knowledge about the relationship dynamics in situation of violence.

  9. A mulher em situação de abortamento: um enfoque existencial La mujer em situación de aborto: un enfoque existencial Women in face of abortion: an experience-based approach

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Magali Roseira Boemer

    2003-06-01

    Full Text Available O trabalho se propõe a desvelar facetas do significado do aborto para a mulher que o vivencia. Para tanto, as autoras recorrem a Metodologia de Investigação Fenomenológica - que possibilita uma análise compreensiva dos depoimentos das mulheres que estão vivenciando essa situação. Foram coletados depoimentos de doze mulheres hospitalizadas, em situação de abortamento, mediante a questão norteadora: "O que está significando para você essa experiência? Você pode descrever para mim?" As convergências de suas falas foram analisadas e possibilitaram a construção de algumas categorias temáticas que sinalizam para a essência desse vivenciar e constituem-se em subsídios para nortear o planejamento de assistência à mulher de forma que a sua situacionalidade seja contemplada. Os resultados possibilitaram o desvelamento de facetas importantes, tais como tristeza, perda, dor fisiológica e existencial, solidão, uma hospitalização desconfortante, a culpa ou medo de ser culpada, a preocupação com o corpo e a intencionalidade de suas consciências começando a voltar-se para a importância dos métodos contraceptivos. Resulta também o desejo de rever seus projetos de vida.El trabajo se propone descubrir facetas del significado del aborto para la mujer que lo vivencia. Por tanto, la autora recurre a la Metodología de Investigación del Fenómeno - que posibilita un análisis comprensivo de los relatos de las mujeres que están viviendo esa situación. Fueron recogidos testimonios de doce mujeres hospitalizadas en situación de aborto, por medio de la cuestión orientadora: ¿Qué significa para Ud. Esta experiencia? ¿Puede Ud., describirla para mí? Las convergencias de sus charlas son analizadas y posibilitan la construcción de algunas categorías temáticas que señalan la esencia de esa vivencia y pueden constituirse en subsidios para orientar el plan de asistencia a la mujer de forma que su situación sea contemplada. Los

  10. Ver Antígone em (quase toda mulher: Ruth Klüger e Emma Zunz

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flavia Trocoli

    2014-09-01

    Full Text Available Este ensaio propõe uma leitura das ressonâncias da tragédia Antígone, de Sófocles, tal como interpretada por Jacques Lacan, no relato autobiográfico de Ruth Klüger e na ação da personagem Emma Zunz, do conto homônimo de Jorge Luis Borges. Destaco e analiso, primeiro, a diferença entre um desejo de morte da personagem sofocliana e um luto efetuado pela sobrevivente da Shoah e, em seguida, a homologia entre Antígone e Emma Zunz em relação a um desejo mortífero e a uma impossibilidade de luto, isto é, de separação dos mortos.Resumé: Cet essai propose une lecture des résonances de la tragédie d’Antigone, de Sophocle, tel qu’elle est interprétée par Jacques Lacan, dans le récit autobiographique de Ruth Klüger et dans l’action de Emma Zunz, personnage de la nouvelle homonyme de Jorge Luis Borges. La différence entre un désir de mort de Antigone et le deuil accompli de Klüger será ici analyser, ainsi que l’homologie entre Antigone et Emma Zunz en ce qui concerne leur désir mortel et leur impossibilité de faire le deuil.Mots-clés: Antigone, Jorge Luis Borges, Ruth Klüger, littérature et psychanalyseFlavia Trocoli é Professora do Departamento de Ciência da Literatura da Universidade Federal do Rio de Janeiro. É doutora em Teoria e História Literária (2004 e pós-doutora (2007 pelo IEL/UNICAMP. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Teoria Literária, Literatura Comparada e Literatura e Psicanálise. É membro-fundador do Centro de Pesquisas Outrarte: psicanálise entre ciência e arte, no IEL/UNICAMP. É autora de A inútil paixão do ser: figurações do narrador moderno, 2014, e coorganizadora de Um retorno a Freud, 2008, e Teoria Literária e suas fronteiras, 2014.

  11. Complicações da hipertensão arterial em homens e mulheres atendidos em um ambulatório de referência

    OpenAIRE

    Noblat,Antonio Carlos Beisl; Lopes,Marcelo Barreto; Lopes, Gildete Barreto; Lopes, Antonio Alberto

    2004-01-01

    OBJETIVO: Avaliar se o sexo se associa à hipertrofia ventricular esquerda, ao acidente vascular cerebral e à insuficiência renal em hipertensos atendidos em ambulatório de referência. MÉTODOS: Dados de 622 hipertensos, admitidos com diagnóstico de hipertrofia ventricular esquerda baseado no eletrocardiograma, de insuficiência renal, na creatinina > 1,4 mg/dl, e de acidente vascular cerebral em história pregressa e exame físico. Regressão logística foi utilizada para estimar odds ratio da asso...

  12. A vulnerabilidade da mulher idosa em relação à AIDS La vulnerabilidad de mujeres ancianas en relación a la SIDA Aged woman's vulnerability related to AIDS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Carla Marins Silva

    2010-09-01

    Full Text Available Trata-se de revisão sistemática da literatura que abrange o período de 1994 a 2009, cujo objetivo foi discutir a vulnerabilidade da mulher idosa em relação às Doenças Sexualmente Transmissíveis e Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (Aids. Foi realizada a busca nas bases: Biblioteca Virtual em Saúde, Scientific Eletronic Library Online (SciELO, Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS e Medical Literature Analysis and Retrieval System Online (MEDLINE, usando-se como descritores vulnerabilidade, mulher e Aids. Foram analisados 18 textos incluindo artigos em periódicos, teses e dissertações. Concluiu-se que mulheres idosas e vulnerabilidade à Aids estão diretamente relacionadas, através de características de gênero que perpassam pela submissão, construídas histórica e socialmente. É fundamental o desenvolvimento de estudos que gerem publicações acessíveis às mulheres, de modo a possibilitar que estas possam ver a si mesmas como sujeitos em risco de contrair Aids pelo simples fato de serem mulheres.Este es una revisión sistemática de literatura que incluyó el período de 1994-2009, cuyo objetivo fue discutir la vulnerabilidad de la mujer anciana con respecto a Síndrome de la Imunodeficiencia Adquirida (Sida. La búsqueda poor los textos científicos fue cumplida en las bases Biblioteca Virtual em Saúde, Scientific Eletronic Library Online (SciELO, Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS e Medical Literature Analysis and Retrieval System Online (MEDLINE, usando los descriptores vulnerabilidad, mujer y Sida. Se analisaran 18 textos incluyendo artículos en periódicos científicos, tesis y disertaciones. Concluyese que mujeres ancianas y vulnerabilidad a la Sida están directamente relacionadas por características de género incluyendose la sumisión y que se construyeron histórica y socialmente. Consideramos como fundamental el desarrollo de estudios que

  13. Diagnóstico de HPV anal em mulheres com NIC: prevenção de câncer do ânus? Anal HPV diagnosis in women with NIC: anal cancer prevention?

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alice Capobiango

    2009-12-01

    Full Text Available Os objetivos deste estudo foram avaliar a frequência de HPV anal em pacientes com neoplasia intraepitelial cervical (NIC, verificar a concordância entre os subtipos encontrados nos dois locais e investigar os fatores que influenciaram a ocorrência de HPV anal em mulheres com NIC sem evidências clínicas de imunodepressão. Foram avaliadas 52 mulheres com idades entre 16 e 72 anos e diagnóstico de neoplasia intraepitelial cervical graus I, II e III. A identificação do DNA (ácido desoxirribonucleico do HPV e de sete subtipos dos vírus foi realizada por meio da reação em cadeia da polimerase (PCR em material colhido no ânus e colo uterino. Foram pesquisados fatores que poderiam contribuir para a infecção anal, como paridade, número de parceiros, tabagismo, manipulação e coito anal e o tipo de doença ginecológica. Das 52 mulheres, foi diagnosticado HPV na região anal em 25 (48%, das quais 23 (44% também apresentavam HPV no colo uterino - resultado significativo para existência do HPV em portadoras de NIC. Em 16 (31% o HPV foi diagnosticado somente no colo uterino e em 11 (21% não foi identificado em colo ou ânus. Houve associação significativa nas variáveis paridade (p=0,02 e número de parceiros (p=0,04. Concluiu-se que: as mulheres com HPV genital têm mais probabilidade de serem acometidas por HPV anal; não há concordância unânime entre os subtipos do HPV do colo do útero e do ânus e a paridade e o número de parceiros contribuem para aumentar a incidência de HPV anal nas mulheres sem imunodeficiência e com HPV cervical.This study aims were to assess the frequency of HPV anal infection in patients with cervical intra-epithelial neoplasia (CIN, to find out the relation between the found subtypes, when present in both regions, and investigate factors that influenced the occurrence of anal HPV in women with CIN. Fifty two women with age between 16 and 72 years and cervical intra-epithelial neoplasia (CIN diagnosis

  14. Respostas hormonais agudas a diferentes intensidades de exercícios resistidos em mulheres idosas Acute hormonal responses to different intensities of resistance exercises in older women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ricardo Jacó de Oliveira

    2008-08-01

    Full Text Available O treinamento resistido vem sendo apontado como eficaz em retardar o declínio de força e massa muscular que acompanham o envelhecimento; contudo, a resposta hormonal aguda a esse tipo de exercício precisa ser mais bem caracterizada. Os objetivos do presente estudo foram caracterizar e comparar as respostas hormonais agudas resultantes de diferentes intensidades de exercícios resistidos realizados por mulheres idosas. A amostra foi composta por 15 mulheres com idade média de 67,5 anos, as quais realizaram, de forma aleatória, três visitas ao laboratório: 1 exercícios resistidos realizados a 50% de 1-RM (G50; 2 exercícios resistidos realizados a 80% de 1-RM (G80; e 3 sessão controle (GC. Coletas sanguíneas foram realizadas imediatamente antes e após (TO e T1, respectivamente cada sessão, bem como três e 48 horas após (T2 eT3, respectivamente, para posterior análise hormonal através do método imunoensaio quimiluminescente. ANOVA e ANCOVA foram utilizadas, respectivamente, para examinar diferenças intra e intersessões. Não foram observadas diferenças significativas entre as sessões para nenhum dos hormônios avaliados. EmT2, as concentrações do cortisol encontraram-se significativamente inferiores quando comparados com T0 nas três sessões realizadas, enquanto a testosterona apresentou-se reduzida no T2 do GC. Apenas a sessão G80 induziu elevação transitória significativa da razão testosterona/cortisol e nenhuma das sessões provocou alterações nas concentrações séricas de GH. Conclui-se que exercícios resistidos realizados a 50% ou a 80% de 1-RM não induziram agudamente elevação significativa de cortisol, testosterona ou GH na amostra estudada. Por outro lado, a sessão realizada a 80% de 1-RM promoveu aumento significativo da razão testosterona/cortisol três horas pós-exercício quando comparada com a dos valores basais, em mulheres idosas.Resistance training has been pointed as an effective intervention

  15. Ambivalência em mulheres submetidas a laqueadura tubária Ambivalencia en mujeres sometidas a ligación de trompas Ambivalence in women submitted to tubal ligation

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gleice Adriana Araújo Gonçalves

    2008-12-01

    Full Text Available Pesquisa exploratória, em que se utilizou o banco de dados de pesquisa envolvendo mulheres submetidas a laqueadura tubária, para determinar, mais acuradamente, a freqüência de mulheres ambivalentes e analisar a distribuição estatística dessas mulheres segundo variáveis selecionadas e o modo como haviam se classificado originalmente em relação ao procedimento (totalmente ou moderadamente satisfeitas, ambivalentes, totalmente ou moderadamente arrependidas. O pressuposto do estudo é que, fazendo-se uma avaliação mais precisa das respostas a várias das questões que lhes foram formuladas, o número de mulheres ambivalentes poderia ser superior ao revelado previamente. Esse pressuposto foi confirmado, observando-se um aumento expressivo de mulheres que tanto tinham motivo para satisfação quanto para arrependimento em relação à laqueadura tubária (mulheres ambivalentes. A análise dos resultados permitiu a compreensão de que a ambivalência em relação à laqueadura tubária é um fenômeno que, embora sujeito a múltiplas determinações, envolve uma parcela muito grande da subjetividade da mulher, tornando complexa sua interpretação.Estudio exploratorio, en que se utilizó la base de datos de una investigación con mujeres sometidas a ligadura de trompas, para determinar, con mayor precisión, la frecuencia de mujeres ambivalentes y analizar la distribución estadística de estas mujeres de acuerdo con variables seleccionadas y la forma en que originalmente se habían clasificado en respecto al procedimiento (totalmente o moderadamente satisfecha, ambivalente, moderada o totalmente arrepentida, en un intento de ampliar la comprensión del fenómeno. El presupuesto del estudio era que, haciéndose una evaluación más precisa de las respuestas a varias de las cuestiones que se plantearon, el número de mujeres ambivalente podría ser superior al previamente divulgado. Esta hipótesis se confirmó, señalándose un aumento

  16. Estimativa de custo do rastreamento mamográfico em mulheres no climatério Cost estimate of mammographic screening in climacteric women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Claudio Kemp

    2005-07-01

    Full Text Available OBJETIVOS: analisar os custos de um ciclo de rastreamento mamográfico do câncer de mama em população de 1014 mulheres no climatério e comparar com os custos do tratamento do câncer da mama em estádios mais avançados. MÉTODOS: realizou-se rastreamento em 1014 mulheres atendidas em ambulatório de Climatério. Todas as mamografias foram classificadas de acordo com as categorias do BI-RADSä (Breast Imaging Reporting and Data System American College of Radiology e as lesões detectadas foram submetidas a estudo citológico ou histológico. A estimativa dos custos dos exames e procedimentos realizados foram obtidos da Tabela AMB 92. RESULTADOS: a impressão diagnóstica final dos 1014 exames, de acordo com a classificação em categorias do BI-RADSä, foi: 1=261; 2=671; 3=59; 4=22; 5=1. Os procedimentos invasivos realizados totalizaram 33 punções com agulha fina dirigida por USG, 6 biópsias com agulha grossa orientada por USG e 20 biópsias orientadas por mamografia (estereotaxia. Com base nos valores da tabela AMB 92, foram necessários para rastrear e diagnosticar essa população cerca de R$ 76.000,00. Detectaram-se 5 cânceres de mama, ao custo aproximado de R$ 15.318,75 por diagnóstico e média de custo por paciente de R$ 75,53. CONCLUSÕES: considerando que o custo total do tratamento de um único caso de câncer de mama em estádio II ou mais pode atingir R$ 75.000,00, concluímos que os programas de rastreamento mamográfico podem ser incluídos entre as políticas de saúde.PURPOSE: to evaluate the cost of preventive mammographic screening in climacteric women, as compared to the cost of breast cancer treatment in more advanced stages. METHODS: one thousand and fourteen patients attended at the Climacteric outpatient service of the Gynecology Department, Federal University of São Paulo Paulista School of Medicine, were included in the study and submitted to mammographic test. All mammographic test's were analyzed by the same

  17. Carga viral vaginal de HIV em mulheres brasileiras infectadas pelo HIV HIV vaginal viral load in Brazilian HIV-infected women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Angela Campos

    2008-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar os fatores associados à presença de RNA-HIV na vagina. MÉTODOS: Estudo de corte transversal, em mulheres infectadas por HIV, excluindo-se aquelas com antecedente de histerectomia, as em uso de medicações vaginais nas últimas 48 horas, as que se referiram à relação sexual desprotegida há menos de 72 horas, as gestantes e aquelas com sangramento genital. Após consentimento, coletou-se amostra sanguínea para contagem de linfócitos T CD4 e carga viral plasmática de HIV, além de lavado vaginal com 10mL de solução salina, que foi centrifugado, aliquotado e armazenado em freezer -70°C para posterior quantificação de RNA-HIV livre. A mensuração de carga viral de RNA-HIV livre plasmática e vaginal foi realizada utilizando-se o kit HIV Monitor v1.5 Cobas Amplicor®, Roche. Pesquisou-se a presença de HPV de alto e baixo risco, clamídia e gonococo por Captura Híbrida II®, Digene, em amostra endocervical. Colheu-se amostra vaginal para bacterioscopia com coloração de Gram, utilizando-se os critérios de Nugent. RESULTADOS: Entre as 200 mulheres estudadas, 73,5% usavam terapia anti-retroviral (TARV com drogas múltiplas. O RNA-HIV foi detectável no lavado vaginal de 18 delas (9%, mas em apenas uma daquelas que tinham carga viral plasmática indetectável (0,5%. A prevalência de HIV vaginal foi 24 vezes maior naquelas em que HIV plasmático era detectável. Carga viral plasmática de HIV, não usar TARV, CD4 reduzido e vaginose bacteriana aumentaram a prevalência de RNA-HIV vaginal, mas apenas a carga viral plasmática se manteve significativa na análise ajustada. CONCLUSÃO: A prevalência de RNA-HIV vaginal foi baixa (9%. A carga viral acima de 1.500 cópias/mL foi a única variável que permaneceu como fator de risco para RNA-HIV vaginal livre.OBJECTIVE: To evaluate factors associated to presence of free RNA-HIV in the vagina. METHODS: Cross-sectional study with HIV-infected women, excluding those who had

  18. Diagnóstico pouco frequente de dor abdominal em unidade de emergência infantil Unusual diagnosis of abdominal pain in pediatric emergency unit

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Suelen Bianca S. Martins

    2010-06-01

    Full Text Available OBJETIVO: Relatar um caso de doença péptica na infância em escolar, com queixa inicial de dor abdominal aguda e palidez. DESCRIÇÃO DO CASO: Escolar de nove anos procurou pronto-socorro infantil com queixa de dor abdominal súbita e palidez. Não apresentava outros sintomas ou sinais ao exame físico além de mucosas descoradas e hemograma com nível baixo de hemoglobina. Durante a observação intra-hospitalar, apresentou episódio de melena. Foi realizada endoscopia digestiva alta, sendo observadas gastrite erosiva de antro e úlcera duodenal, com Helicobacter pylori positivo. O paciente foi tratado com esquema tríplice (inibidor de bomba de prótons e dois antimicrobianos por uma semana e, posteriormente, acompanhado ambulatorialmente. COMENTÁRIOS: O caso em questão descreve uma doença rara em unidade de emergência pediátrica. O paciente referia dor abdominal e observou-se palidez confirmada por baixo nível de hemoglobina, que se manteve nos exames subsequentes durante a observação no pronto-socorro infantil, dificultando o diagnóstico de sangramento ativo. Porém, a presença de melena na evolução facilitou e propiciou a condução do caso para se chegar à hipótese de sangramento digestivo alto. Realizada endoscopia digestiva alta, que confirmou o diagnóstico de gastrite erosiva de antro e úlcera duodenal H. pylori positiva, sendo, então, necessário tratamento específico, inclusive para erradicação da bactéria.OBJECTIVE: To report a case of peptic disease in a school child whose first symptoms were acute abdominal pain and paleness. CASE DESCRIPTION: A nine-year-old school child presented to a pediatric emergency unit with acute abdominal pain and sudden pallor. There were no other symptoms or signs on physical examination, except for discolored mucous and a low hemoglobin level. During hospital observation he presented one episode of melena. The esophagogastroduodenoscopy showed erosive antrum gastritis and

  19. Autonomia em movimento : análise da trajetória das relações do movimento de mulheres com os partidos políticos na Nicarágua pós-revolucionária

    OpenAIRE

    Humberto Mario Meza

    2015-01-01

    A presente pesquisa visa investigar as relações políticas costuradas pelo movimento de mulheres da Nicarágua com os partidos políticos representativos da esquerda, após a chegada da Frente Sandinista (FSLN) ao governo nacional em 2007. Durante os anos que a FSLN se manteve fora do poder - entre o fim da revolução popular em 1990 até a volta de Daniel Ortega na Presidência do país em janeiro de 2007 - as mudanças que o partido traçou para se desempenhar como a maior oposição do país se caracte...

  20. Excesso de peso e gordura abdominal para a síndrome metabólica em nipo-brasileiros Weight excess and abdominal fat in the metabolic syndrome among Japanese-Brazilians

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniel D G Lerario

    2002-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: A obesidade, especialmente de distribuição abdominal, associa-se a fatores de risco cardiovasculares como a dislipidemia, a hipertensão arterial (HA e o diabetes mellitus (DM. A importância desses fatores em nipo-brasileiros foi previamente demonstrada, apesar de a obesidade não ser característica marcante dos migrantes japoneses. Realizou-se estudo com o objetivo de avaliar a prevalência de excesso de peso e a adiposidade central (AC em nipo-brasileiros e suas relações com distúrbios metabólicos. MÉTODOS: A amostra incluiu 530 nipo-brasileiros (40-79 anos de primeira e segunda gerações, submetidos a medidas antropométricas de pressão arterial, perfil lipídico e teste oral de tolerância à glicose. A prevalência (por ponto e intervalo de confiança de excesso de peso foi calculada pelo valor de corte >26,4 kg/m². O diagnóstico de AC foi baseado na razão entre as circunferências da cintura e do quadril (RCQ, sendo que valores > ou = 0,85 e > ou = 0,95, para mulheres e homens, respectivamente, firmavam esse diagnóstico. RESULTADOS: A prevalência de excesso de peso foi de 22,4% (IC95%-- 20,6-28,1, e a de AC, de 67,0% (IC95% -- 63,1-70,9. Além de maiores prevalências de DM, HA e dislipidemia, estratificando-se pelo índice de massa corporal (IMC e RCQ, indivíduos com excesso de peso e adiposidade central apresentaram pior perfil metabólico: a pressão arterial foi significantemente maior naqueles com excesso de peso, sem e com AC; indivíduos com AC apresentaram maiores índices de glicemia, triglicerídeos, colesterol total e LDL e menor HDL quando comparados aos sem excesso de peso e sem AC; a insulinemia de jejum foi significantemente maior em indivíduos com excesso de peso (sem e com AC do que naqueles sem excesso de peso e sem AC. CONCLUSÃO: A comparação de subgrupos com e sem adiposidade central foi compatível com a hipótese de que a deposição abdominal de gordura representa fator de risco para

  1. Coping religioso/espiritual positivo em mulheres com câncer de mama: um estudo qualitativo = Positive religious/spiritual coping in women with breast cancer: a qualitative study

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Veit, Carina Maria

    2013-01-01

    Full Text Available Objetivou-se compreender, em mulheres com câncer de mama com altos índices de coping religioso/espiritual positivo, o lugar que a religiosidade/espiritualidade ocupa em suas vidas, as formas de coping utilizadas durante o diagnóstico e tratamento e as possíveis mudanças ocorridas durante a doença. Sete mulheres vinculadas a dois grupos de apoio participaram de dois grupos focais. A idade média foi de 51,5 anos (DP=7,2 e as pacientes haviam recebido o diagnóstico de câncer de mama, em média, há 43,4 meses (DP=14,6. Os resultados revelaram a presença de uma relação positiva com Deus, capaz de mobilizar força, esperança e conforto. Mudanças na personalidade das participantes foram mencionadas, decorrentes de um processo de reflexão quando do diagnóstico. Os resultados reafirmam a necessidade de uma abordagem na qual os profissionais da saúde contemplem as crenças religiosas/espirituais das pacientes, visando o estímulo das estratégias de coping positivas e a reavaliação daquelas negativas

  2. Mesenteric thrombosis in patient victim of blunt abdominal trauma Trombose mesentérica em vítima de trauma abdominal fechado

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Iwan Augusto Collaço

    2008-06-01

    Full Text Available INTRODUCTION: Mesenteric thrombosis related to trauma is an uncommon entity and has poor prognosis when associated to low perfusion and hemorrhagic shock. Usually presents a challenging diagnosis and high mortality rates, despite appropriate treatment. OBJECTIVE: To relate a case of a car accident and blunt abdominal trauma with terminal ileum and right colon necrosis. CASE REPORT: After initial procedures, complementary exams showed ribs and humerus fractures. Computerized tomography evidenced aerial distension in small bowel, gastric stasis and hidro-pneumothorax. Hypotension was observed during clinical observation followed by cardiopulmonary arrest, responding to reanimation. At surgery, it was found extensive necrosis of right colon and terminal ileum, and an ileum-transversostomy was performed with primary anastomosis. During the staying in intensive care unit, oliguria, miosis, convulsion and pulseless electric activity happened with death in three days after hospital admission. CONCLUSION: Although uncommon, mesenteric ischemia with venous thrombosis might be secondary to blunt abdominal trauma and must be considered in a bad abdominal evolution.INTRODUÇÃO: Trombose mesentérica, relacionada à trauma é entidade incomum com pobre prognóstico quando seguida de estados de baixo fluxo e choque hipovolêmico. Geralmente se apresenta com quadro de difícil diagnóstico, mortalidade elevada a despeito de tratamento adequado. OBJETIVO: Apresentar um caso de vítima de atropelamento que evoluiu com necrose de cólon direito e íleo terminal. RELATO DO CASO: Após admissão hospitalar e atendimento inicial, os exames complementares mostraram fratura de costela e úmero. Tomografia computadorizada evidenciou distensão aérea em intestino delgado associada à estase gástrica e hidropneumotórax. O paciente evoluiu com hipotensão durante o período de observação clínica, com parada cardiorespiratória, respondendo à reanimação. Levado

  3. O impacto da osteoporose no Brasil: dados regionais das fraturas em homens e mulheres adultos - The Brazilian Osteoporosis Study (BRAZOS) The burden of osteoporosis in Brazil: regional data from fractures in adult men and women - The Brazilian Osteoporosis Study (BRAZOS)

    OpenAIRE

    Pinheiro, Marcelo M; Rozana M Ciconelli; Natielen de O Jacques; GENARO, Patrícia S; Martini, Lígia A; Marcos B Ferraz

    2010-01-01

    INTRODUÇÃO/OBJETIVOS: O BRAZOS (The Brazilian Osteoporosis Study) é um estudo epidemiológico, de base populacional, realizado em amostra representativa de mulheres e homens brasileiros, de idade superior a 40 anos, com o objetivo de identificar os principais fatores clínicos de risco associados com fratura por baixo impacto. Nesse artigo são apresentados os principais resultados do estudo, de acordo com cada região do país. PACIENTES E MÉTODOS: Um total de 2.420 indivíduos, provenientes das c...

  4. Pesquisa em contracepção: opinião de pesquisadores, sujeitos e defensoras dos direitos das mulheres Research on contraception: opinion of researchers, subjects and advocates of women rights

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ellen Hardy

    2004-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Conhecer a opinião de pesquisadores, de mulheres - sujeitos de pesquisa, e de defensoras dos direitos das mulheres sobre o significado de "pesquisa" e "cobaia". MÉTODOS: Pesquisadores (11, mulheres (18 e defensoras (10 foram entrevistados. O estudo foi qualitativo e a análise dos dados foi temática. RESULTADOS: Os participantes tiveram dificuldade em explicar o que é pesquisa; alguns não conseguiram. Para pesquisadores e maioria das mulheres, sujeitos de pesquisa não são cobaias, porque têm liberdade de escolha. Para a maioria das defensoras, sujeitos são cobaias, ainda que consintam em participar de um estudo. CONCLUSÕES: Foi surpreendente a dificuldade dos pesquisadores em explicar o que é pesquisa. As diferentes opiniões sobre o termo "cobaia" refletem a controvérsia sobre seu significado em pesquisa. Seguramente o termo "cobaia" não se aplica à maior parte dos estudos realizados hoje no Brasil, mas os diferentes significados identificados servem para alertar os pesquisadores a prestar atenção aos aspectos éticos de seus estudos.OBJECTIVE: To survey the opinion of researchers, women - subjects of research- and of advocates of women's rights about the meaning of "research" and "guinea pigs". Methods: Researchers (11, women (18 and advocates (10 were interviewed. The study was qualitative and a thematic analysis was carried out. RESULTS: Participants experienced difficulty to explain what research meant and some were unable to do so. For the researchers and most of the women, subjects are not guinea pigs, because they have freedom of choice. Most of the advocates, however, said that subjects are guinea pigs, even when they consent to participate in a study. CONCLUSIONS: The difficulty experienced by researchers when explaining the meaning of research was surprising. The different opinions about "guinea pig" reflect the controversy about its meaning in research. Certainly the expression "guinea pig" does not apply to

  5. Avaliação da dor aguda em mulheres sujeitas a histeroscopia diagnóstica em regime de ambulatório

    OpenAIRE

    Oliveira, AM; F. Ferreira; Dantas, F

    2015-01-01

    Objetivos Avaliar a dor aguda em utentes sujeitas a histeroscopia diagnóstica em regime de ambulatório no Hospital Fernando Fonseca. Contribuir para a definição de estratégias de redução da intensidade da dor aguda na realização de histeroscopias diagnósticas em regime de ambulatório. Introdução: A dor é uma experiência única, pessoal e subjectiva. Segundo a circular normativa n.º 11/DSCS/DPCD de 18 de Junho de 2008 da Direcção Geral da Saúde (DGS)o controlo da dor deve ser encarad...

  6. Infecções genitais em mulheres atendidas em Unidade Básica de Saúde: prevalência e fatores de risco Genital infections in women attending a Primary Unit of Health: prevalence and risk behaviors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mara Rejane Barroso Barcelos

    2008-07-01

    Full Text Available OBJETIVO: descrever a prevalência e o perfil comportamental para infecções genitais em mulheres atendidas em uma Unidade Básica de Saúde em Vitória, Espírito Santo. MÉTODOS: estudo em corte transversal, realizado em mulheres de 15 a 49 anos, atendidas numa área atendida pelo Programa Saúde da Família (PSF. Os critérios de exclusão foram: ter sido submetida a um exame ginecológico há menos de um ano e ter histórico de tratamento recente (nos últimos três meses para infecções genitais. Foi aplicada entrevista contendo dados sócio-demográficos, clínicos e comportamentais. Espécimes genitais foram coletados para citologia, bacterioscopia pelo Gram e cultura; e amostra de urina para teste de biologia molecular para Chlamydia trachomatis. RESULTADOS: participaram do estudo 299 mulheres. A mediana de idade foi de 30,0 (intervalo interquartil: 24;38 anos; a média de idade do primeiro coito foi de 17,3 (dp=3,6 anos. A média de idade da primeira gravidez foi de 19,2 (dp=3,9 anos. Aproximadamente 70% relataram até oito anos de escolaridade; 5% relataram infecção sexualmente transmissível prévia e 8% uso de drogas ilícitas. Somente 23,7% relataram uso consistente de preservativo. As queixas clínicas relatadas foram: úlcera genital (3%; disúria (7,7%; fluxo vaginal (46,6%; prurido (20% e dor pélvica (18%. As taxas de prevalência foram: Chlamydia trachomatis com 7,4%; gonorréia 2%; tricomoníase 2%; vaginose bacteriana 21,3%; candidíase 9,3%; e alterações citológicas sugestivas de vírus 3,3%. No modelo final de regressão logística, os fatores independentemente associados a infecções genitais foram: muco cervical anormal, OR=9,7 (IC95%=5,6-13,7; realização de teste de HIV prévio, OR=6,5 (IC95%=4,0-8,9; ter mais de um parceiro no último ano, OR=3,9 (IC95%=2,7-5,0 e ter mais de um parceiro na vida, OR=4,7 (IC95%=2,4-6,8. CONCLUSÕES: os resultados mostram alta freqüência de infecções genitais e a necessidade

  7. Cintura hipertrigliceridêmica e risco cardiometabólico em mulheres hipertensas Hypertriglyceridemic waist and cardiometabolic risk in hypertensive women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nayra Anielly Lima Cabral

    2012-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a associação entre cintura hipertrigliceridêmica (CH e fatores de risco cardiometabólicos em mulheres portadoras de hipertensão arterial. MÉTODOS: Foi realizado um estudo transversal em 218 pacientes acompanhadas pelo Programa do Sistema de Cadastramento e Acompanhamento de Hipertensos e Diabéticos (HiperDia, em duas unidades de saúde de São Luís, MA, Brasil. A variável dependente foi CH e as variáveis independentes foram sociodemográficas, estilo de vida, antropométricas e agravos à saúde. RESULTADOS: A CH esteve presente em 33% da amostra e foi predominante na idade > 60 anos (56,4%, não brancas (81,7%, com oito anos ou menos de estudo (57,3% e pertencentes à classe C (49%. Observaram-se excesso de peso (68,8% e hipercolesterolemia (68,8%. A CH associou-se a: tabagismo (RP: 2,08; p = 0,017, sobrepeso (RP: 2,46; p = 0,010, obesidade (RP: 4,13; p 100 mg/dL ou ser diabética (RP: 1,86; p = 0,006. Após ajustamento, permaneceram associados o colesterol total (RP = 1,78; p = 0,012, HDL colesterol (RP: 3,03; p 25 a 30 kg/m² (RP = 3,61; p OBJECTIVE: To evaluate the association between hypertriglyceridemic waist (HW and cardiometabolic risk factors in women with hypertension. METHODS: A cross-sectional study was performed in 218 patients monitored by HiperDia (Enrollment and Monitoring Program for Hypertensive and Diabetic Individuals in two health units in São Luis, MA, Brazil. The dependent variable was HW and the independent variables were sociodemographics, lifestyle, anthropometrics, and health problems. RESULTS: HW was present in 33% of the sample and was predominant in women aged > 60 years (56.4%, non-whites (81.7%, those with eight or fewer years of schooling (57.3%, and those belonging to socioeconomic class C (49%. Excess weight (68.8% and hypercholesterolemia (68.8% were observed. HW was associated with: smoking (PR: 2.08; p = 0.017, overweight (PR: 2.46; p = 0.010, obesity (PR: 4.13; p 100 mg/dL or

  8. Variabilidade da frequência cardíaca em mulheres com hipermobilidade articular Heart rate variability in women with joint hipermobility

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariane de Oliveira Nunes

    2011-09-01

    Full Text Available A hipermobilidade é a capacidade de desempenhar movimentos articulares com amplitude maior que o normal. A prevalência possui variações determinadas pela etnia, sexo, idade, atividade física e variações nos critérios de caracterização. Aproximadamente 30% dos adultos são portadores e apresentam feedback proprioceptivo, sensorial diminuído e espacial alterado da articulação levando a maior frequência de ativação e deformação dos mecanorreceptores nos músculos esqueléticos e na pele. O aumento dos impulsos aferentes dos mecanorreceptores sobre a área cardiovascular no bulbo altera o controle autonômico sobre o coração. O objetivo do estudo foi avaliar o balanço simpatovagal durante manobra de ortostatismo em mulheres com hipermobilidade. Participaram do estudo 27 voluntárias, com 19,97±1,79 anos, índice de massa corpórea abaixo de 25 kg/m², sedentárias e sem uso de medicação. Após diagnóstico da hipermobilidade articular, segundo o escore de Beighton, foram divididas em 2 grupos: 12 hipermóveis (GH e 15 não hipermóveis (GC. O eletrocardiograma foi realizado durante 10 minutos em supino e em pé para análise da variabilidade da frequência cardíaca. A banda de alta frequência (un apresentou diminuição da atividade vagal no GH, pJoint hypermobility is the ability to make joint movements greater than normal. The prevalence has large variations determined by race, sex, age, physical activity and variations in characterization criteria. Approximately 30% of adults are considered carriers and present proprioceptive feedback and sensory decreased and joint space positioning altered leading to greater frequency of activation and deformation on the mechanoreceptors in the skeletal muscles and skin. The increase of afferent impulses of the receptors on the bulb cardiovascular area alters the autonomic control on the heart. The objective of the study was to evaluate sympathovagal balance during orthosthatic

  9. Efeito do treinamento proprioceptivo em mulheres diabéticas Effect of proprioceptive training among diabetic women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    AA Santos

    2008-06-01

    Full Text Available CONTEXTUALIZAÇÃO: O diabetes mellitus é uma doença comum na população idosa e representa um dos principais problemas de Saúde Pública em todo o mundo. Os indivíduos acometidos pelo diabetes mellitus apresentam predisposição a desenvolver neuropatias, que podem ser diagnosticadas pela detecção de pontos de maior pressão e sensibilidade tátil diminuída. OBJETIVO: Avaliar a amplitude da oscilação do centro de pressão na posição bipodal com olhos abertos e sensibilidade tátil plantar após 12 semanas de treinamento proprioceptivo. MATERIAIS E MÉTODOS: Foram recrutadas 13 voluntárias diabéticas, com idade média de 61,77 (±7,55 anos. A avaliação sensitiva e baropodométrica foi realizada antes e após seis e 12 semanas de intervenção fisioterapêutica. Esta foi aplicada duas vezes por semana e constou de um circuito composto por 13 estações com diferentes texturas. Os valores referentes à sensibilidade tátil foram submetidos ao teste de análise de variância de Friedman. Dados quanto à oscilação ântero-posterior (AP e médio-lateral (ML do centro de pressão foram analisados pelo teste rank de Wilcoxon. RESULTADOS: Em relação aos valores referentes à oscilação AP do centro de força, houve diferença significativa (p0,05 quanto à oscilação ML entre os grupos ao longo do tempo. Os resultados também apontam melhora significativa (pBACKGROUND: Diabetes mellitus is a common disease among the elderly and represents one of the principal public health problems worldwide. Individuals who suffer from diabetes mellitus present a predisposition to develop neuropathies. These problems can be diagnosed by means of the detection of points with greater pressure and diminished tactile sensitivity. OBJECTIVE: To evaluate the center of pressure oscillatory amplitude in the bipedal position with eyes open and the plantar tactile sensitivity after 12 weeks of proprioceptive training. METHODS: Thirteen diabetic volunteers

  10. Um encontro de mulheres: dar à luz

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maysa Luduvice Gomes

    1998-09-01

    Full Text Available Este trabalho analisa a relação que se estabelece entre a mulher durante o processo de parturição e a enfermeira obstetra, mulher e agente institucional. Discute-se como a experência de submissão é vivenciada pela mulher, sujeito de um processo anátomo-fisiológico, e a forma pela qual se expressa o exercício do poder e dominação da instituição que a enfermeira representa sobre a mulher usuária. Expõe-se a submissão da mulher ao serviço e sua expectativa com relação ao momento do parto, ao medo da dor e aos maus tratos. Analisa-se o poder sutil e educado exercido pela enfermeira sobre a parturiente, mostrando também que é uma mulher que cuida de outra, expressando sua subjetividade, a qual é sufocada pelo padrão da racionalidade científica moderna. A abordagem foi qualitativa e os dados, coletados através da observação participante em entrevista semi-estruturada, foram analisados dialeticamente.

  11. Caracterização da dor em mulheres após tratamento do câncer de mama

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vânia Tie Koga Ferreira

    2014-03-01

    Full Text Available Este estudo pretendeu caracterizar e localizar a dor nas mulheres submetidas ao tratamento por câncer de mama. Estudo de caráter exploratório, descritivo, com abordagem quantitativa, pelas medidas de tendência central e percentual. Pesquisa desenvolvida no Núcleo de Ensino e Pesquisa e Assistência na Reabilitação de Mastectomizadas com 30 mulheres. Os dados foram coletados no período de fevereiro a agosto de 2008, por meio de instrumento contendo variáveis capazes de caracterizar e localizar a dor, e foram tratados por meio de média, mediana, moda e desvio-padrão e percentual. Destacou-se que 56,7% mulheres referiram que a dor é diária, 46,7% mulheres referiram que a dor teve início após a cirurgia da mama, e para 40% a dor é constante. Conhecimento, reconhecimento e manejo do sintoma permitem ofertas terapêuticas alternativas para o alívio da dor, minimizando efeitos físicos e emocionais que podem ser causados na vida de mulheres submetidas ao tratamento por câncer de mama.

  12. Tratamento farmacológico e interações medicamentosas em pacientes com aneurisma da aorta abdominal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Heverton Alves Peres

    2015-01-01

    Full Text Available O aneurisma da aorta abdominal (AAA ocorre quando há uma dilatação anormal e irreversível da artéria superior a 50% do calibre esperado para o vaso e associa-se a uma mortalidade de 80 a 90%. O controle dos principais fatores de risco como a hipertensão, dislipidemia, tabagismo e doenças trombóticas em aneurismas pequenos é feito por vários medicamentos que evitam o desenvolvimento e ruptura do aneurisma, no entanto, o uso destes associados a outros medicamentos pode desencadear interações medicamentosas relevantes sendo crucial o conhecimento sobre estas. Atualmente, há poucos dados na literatura sobre o tratamento farmacológico e interações medicamentosas em pacientes com AAA, sendo o objetivo desta revisão, descrever a farmacoterapia e interações medicamentosas em pacientes com AAA.

  13. Abordagem da dor pélvica crônica em mulheres Management of chronic pelvic pain in women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Antonio Alberto Nogueira

    2006-12-01

    Full Text Available Dor pélvica crônica é uma doença debilitante e de alta prevalência, com grande impacto na qualidade de vida e produtividade, além de custos significantes para os serviços de saúde. O dilema no manejo da dor pélvica crônica continua a frustrar médicos confrontados com o problema, em parte porque sua fisiopatologia é pobremente compreendida. Conseqüentemente, seu tratamento é muitas vezes insatisfatório e limitado ao alívio temporário dos sintomas. Nesta revisão, nós discutimos uma abordagem ampliada da dor pélvica crônica. Salientamos que uma história clínica e exame físico adequados deveriam incluir atenção especial aos sistemas gastrintestinal, urinário, ginecológico, músculo-esquelético, neurológico, psicológico e endócrino. Dessa forma, uma abordagem multidisciplinar é recomendada. Adicionalmente, enfatizamos que, embora úteis, procedimentos cirúrgicos específicos, tais como a laparoscopia, deveriam ser indicados somente para pacientes selecionadas, após excluir principalmente síndrome do intestino irritável e dor de origem miofascial.Chronic pelvic pain is a debilitating and highly prevalent disease with a major impact on quality of life and work productivity, beyond significant costs to health services. The dilemma of managing patients with chronic pelvic pain continues to frustrate physicians confronted with these complaints, in part because its pathophysiology is poorly understood. Consequently, its treatment is often unsatisfactory and limited to temporary symptom relief. In the present revision, we discuss the adequate management of chronic pelvic pain. We point out that a comprehensive medical history and physical examination should include special attention to gastrointestinal, urological, gynecological, muscle-skeletal, neurological, psychiatric, and endocrine systems. Thus, a multidisciplinary approach is recommended. Additionally, we emphasize that, although useful, specific surgical

  14. Recursos e estratégias em saúde: saberes e práticas de mulheres dos segmentos populares Recursos y estrategias en salud: saberes y prácticas de mujeres de segmentos populares Health resources and strategies: knowledge and practices of women from popular segments

    OpenAIRE

    Edir Nei Teixeira Mandu; Graciette Borges da Silva

    2000-01-01

    Neste artigo, refletimos sobre os recursos e estratégias em saúde, paralelos à prática médica "oficial", utilizados por um segmento de mulheres pobres brasileiras, que vive em uma dada realidade. Na investigação, de cunho qualitativo, utilizamos as representações sociais como categoria central de análise, entendidas como parte das relações sociais contraditórias e da história coletiva dos grupos. Focalizamos o modo particular com que mulheres consumidoras dos serviços públicos de saúde reafir...

  15. Comparação da eletroestimulação transcutânea do nervo tibial e eletroestimulação intravaginal no tratamento dos sintomas do trato urinário inferior em mulheres com esclerose múltipla

    OpenAIRE

    Adélia Correia Lúcio

    2014-01-01

    Objetivos: O objetivo do presente estudo foi comparar as duas modalidades de eletroterapia mais utilizadas na prática clínica para o tratamento de sintomas do trato urinário inferior (STUI), a eletroestimulação transcutânea do nervo tibial e eletroestimulação intravaginal, em mulheres com esclerose múltipla (EM) bem como investigar a influência na função sexual e Qualidade de Vida (QV). Métodos: Foi realizado um ensaio clínico prospectivo, randomizado e cego, composto por trinta mulheres com ...

  16. Autonomia, gênero e gravidez na adolescência: uma análise comparativa da experiência de adolescentes e mulheres jovens provenientes de camadas médias e populares em Belo Horizonte

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alessandra Sampaio Chacham

    2012-12-01

    Full Text Available Neste trabalho, investiga-se como desigualdades de classe e de gênero atuam no sentido de reduzir o grau de autonomia de adolescentes (15 a 19 anos e mulheres jovens (20 a 24 anos, influenciando seu comportamento sexual e reprodutivo, especificamente na experiência da gravidez na adolescência. Na análise foram utilizados dados provenientes de dois inquéritos, cuja amostra total foi de 648 jovens do sexo feminino entre 15 e 24 anos de idade, 292 residentes em bairros de classe média e 356 em favelas situados na região centro-sul da cidade de Belo Horizonte, Brasil. Nos resultados, encontrou-se uma prevalência bruta de 27,3% de gravidez até os 19 anos entre as jovens residentes em favelas e de 1,7% entre as moradoras em bairros da região centro-sul de Belo Horizonte. Os dados apontam para uma relação direta entre a gravidez na adolescência com o controle e a violência por parte do parceiro. Entre aquelas residentes em favelas, 48% das que declararam ter sofrido violência física por parte de um parceiro e 58% das que declararam ter sofrido violência sexual haviam engravidado ao menos uma vez antes dos 19 anos. A associação da violência de gênero com a gravidez na adolescência se manteve presente mesmo quando controlada por classe social, ainda que seu peso fosse muito mais pronunciado entre as jovens de baixa renda. Esses resultados reforçam a importância de se aprofundar a compreensão acerca do impacto das desigualdades de classe e gênero no comportamento sexual e reprodutivo de adolescentes e mulheres jovens.

  17. Avaliação da cifose torácica em mulheres idosas portadoras de osteoporose por meio da biofotogrametria computadorizada Evaluation of thoracic kyphosis in older adult women with osteoporosis by means of computerized biophotogrammetry

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    ACC Rodrigues

    2009-06-01

    Full Text Available OBJETIVOS: Mensurar e comparar o grau de cifose torácica em mulheres idosas portadoras e não portadoras de osteoporose na coluna por meio da biofotogrametria computadorizada. MÉTODOS: Foram avaliadas 12 mulheres com idade média de 68,5 anos (variação de 65 a 74 anos, divididas em dois grupos. O grupo 1, composto por seis mulheres com diagnóstico densitométrico de osteoporose na coluna (DP: -2,70 a -4,97 e o grupo 2, composto por seis mulheres com diagnóstico densitométrico de osteopenia na coluna (DP: 1,07 a -2,09, ambos comparados com a população adulta jovem. Os dois grupos foram fotografados no plano sagital direito com marcadores fixados na coluna em dois pontos anatômicos. As imagens selecionadas foram quantificadas por meio da biofotogrametria computadorizada, utilizando-se o programa Autocad-2006. RESULTADOS: Observou-se diferença significativa (p=0,02 entre os graus de cifose torácica do grupo 1 (66,8º±10,75 e do grupo 2 (53,0º±10,56. CONCLUSÃO: Os resultados permitem concluir que a osteoporose acentua o grau de cifose torácica.OBJECTIVES: To measure and compare the degree of thoracic kyphosis in older adult women with and without spinal osteoporosis, by means of computerized biophotogrammetry. METHODS: Twelve women of mean age 68.5 years (ranging from 65 to 74 years were evaluated and divided into two groups. Group 1 consisted of six women with a densitometry diagnosis of spinal osteoporosis (SD: -2.70 to -4.97, while Group 2 consisted of six women with a densitometry diagnosis of spinal osteopenia (SD: -1.07 to -2.09. These groups were compared with young adults. The two groups were photographed in the right sagittal plane with markers attached to the spine at two anatomical points. The images selected were quantified by means of computerized biophotogrammetry, using the software AutoCAD-2006. RESULTS: There was a significant difference (p=0.02 between the degrees of thoracic kyphosis in group 1 (66.8º±10.75 and

  18. Flora intermediária em mulheres em idade reprodutiva: aspectos inflamatórios, atividade de sialidases e carga bacteriana

    OpenAIRE

    Greatti, Mariana Morena de Vieira Santos [UNESP

    2014-01-01

    Espécies de lactobacilos são os principais componentes da microbiota vaginal e a manutenção do predomínio lactobacilar é importante para proteção desse ambiente contra possíveis patógenos. A vaginose bacteriana é uma condição em que se observa a perda de lactobacilos e substituição desses microrganismos por espécies bacterianas, anaeróbias em sua maioria. Tal condição pode acarretar inúmeras complicações ginecológicas e obstétricas, como o aumento do risco de aquisição de infecções sexualment...

  19. Flora intermediária em mulheres em idade reprodutiva: aspectos inflamatórios, atividade de sialidases e carga bacteriana

    OpenAIRE

    Greatti, Mariana Morena de Vieira Santos [UNESP

    2014-01-01

    Espécies de lactobacilos são os principais componentes da microbiota vaginal e a manutenção do predomínio lactobacilar é importante para proteção desse ambiente contra possíveis patógenos. A vaginose bacteriana é uma condição em que se observa a perda de lactobacilos e substituição desses microrganismos por espécies bacterianas, anaeróbias em sua maioria. Tal condição pode acarretar inúmeras complicações ginecológicas e obstétricas, como o aumento do risco de aquisição de infecções sexualment...

  20. A prática da atividade física em mulheres submetidas à cirurgia por câncer de mama: percepção de barreiras e benefícios

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Antonieta Spinoso Prado

    2004-06-01

    Full Text Available O exercício físico pós-mastectomia é importante para prevenção da limitação articular, linfedema, alterações posturais, fibrose muscular ou aderência tecidual da área cirúrgica. Objetivo: identificar as crenças a respeito da prática da atividade física, a percepção sobre os benefícios e barreiras à sua realização por um grupo de mulheres submetidas à cirurgia por câncer de mama, segundo o Modelo de Crenças em Saúde. Amostra: 30 mulheres atendidas num serviço especializado em reabilitação de mastectomizadas. Procedimento: aplicou-se um questionário contendo questões relacionadas ao conhecimento e percepções sobre a prática da atividade física, bem como aos benefícios e barreiras à sua realização. Conclusões: o grupo estudado percebeu um conjunto de benefícios sendo a falta de força de vontade a barreira mais mencionada, o conhecimento sobre a importância e a necessidade dos exercícios físicos com a presença de um profissional e o suporte dos familiares foram os incentivos mais referidos pelas mulheres estudadas.

  1. Prevalência do HPV em mulheres rastreadas para o câncer cervical Prevalence of genital HPV infection among women screened for cervical cancer

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cristina Helena Rama

    2008-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a prevalência da infecção genital por papilomavírus humano (HPV de alto risco por faixa etária e fatores associados. MÉTODOS: Estudo transversal com amostra de 2.300 mulheres (15-65 anos que buscaram rastreamento para o câncer cervical entre fevereiro de 2002 e março de 2003 em São Paulo e Campinas, estado de São Paulo. Aplicou-se questionário epidemiológico e realizou-se coleta cervical para citologia oncológica e teste de captura híbrida II. As análises estatísticas empregadas foram teste de qui-quadrado de Pearson e análise multivariada pelo método forward likelihood ratio. RESULTADOS: A prevalência total da infecção genital por HPV de alto risco foi de 17,8%, distribuída nas faixas etárias: 27,1% (OBJECTIVE: To assess the prevalence of high-risk genital human papillomavirus (HPV infection by age group and risk factors associated. METHODS: Cross-sectional study in a sample of 2,300 women (15-65 years old who self-referred to cervical cancer screening in Sao Paulo and Campinas, Southeastern Brazil, between February 2002 and March 2003. An epidemiological questionnaire was applied and cervical specimens were obtained for cytology and hybrid capture II test (HCII for HPV detection. Statistical analysis included Pearson Chi-square and unconditional multiple logistic regression model (forward likelihood ratio. RESULTS: High-risk genital HPV infection prevalence in this sample was 17.8% and age distribution was as follows: 27.1% (<25 years, 21.3% (25-34 years, 12.1% (35-44 years, 12.0% (45-54 years and 13.9% (55-65 years. Subjects with the highest number of lifetime sexual partners had the highest rates of genital HPV infection. To be living with a partner, aged 35 to 44 years, and former smokers were protective factors. High-risk genital HPV infection was 14.3% in normal cytology, 77.8% in high grade squamous intraepithelial lesions and in the two cases (100% of cervical cancer. CONCLUSIONS: High-risk HPV

  2. Artes de viver em mulheres de camadas populares: o cotidiano de mães da comunidade São Remo

    OpenAIRE

    Mariana Peres Stucchi

    2009-01-01

    Este trabalho nasceu do contato com mães de comunidade pobre, que precisam dar conta de jornadas triplas de trabalho: casa, filhos, trabalho; quando não quíntuplas pensando que precisam cuidar de ser esposa e mulher também. A questão é como essas mulheres conseguem renovar suas energias para a luta diária pela vida? Será que há condições de só viver de trabalho, de exigências externas, de responsabilidades? Assim encaminhouse a discussão sobre o lazer e o trabalho, pensandoos como instâncias ...

  3. Ações para o enfrentamento da violência contra a mulher em duas unidades de atenção primária à saúde no município do Rio de Janeiro

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Tatiana dos Santos Borsoi

    2009-03-01

    Full Text Available Propôs-se conhecer e discutir ações voltadas para o enfrentamento da violência doméstica no âmbito do Programa de Assistência Integral à Saúde da Mulher. Para tanto, buscou-se levantar e comparar as práticas profissionais em duas unidades de saúde do município do Rio de Janeiro, sendo uma delas referência para o atendimento às vítimas de violência. Foram realizadas oito entrevistas em profundidade, semiestruturadas, com profissionais das equipes do Programa de Saúde da Mulher. Embora ambas as unidades identifiquem frequentemente usuárias vítimas de violência doméstica, na unidade de referência os profissionais se mostraram mais preparados para identificar o problema quando este não se apresenta de forma explícita e para desenvolver ações de acolhimento dentro da própria unidade de saúde. O que diferencia as duas unidades é o encaminhamento dado ao problema, relacionado com a forma como cada serviço entende a violência como demanda inerente também à esfera da saúde.

  4. Desigualdade educacional na ocorrência de obesidade abdominal por gênero e cor/raça: Estudo Pró-Saúde, 1999-2001 e 2011-2012

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ronaldo Fernandes Santos Alves

    2016-01-01

    Full Text Available Resumo Análise de dados seccionais do Estudo Pró-Saúde (1999-2001 e 2011-2012 revelou importante diferença de gênero e cor/raça na magnitude e variação temporal da desigualdade educacional na obesidade abdominal. Probabilidade de estar obeso foi gradativamente maior em mulheres (independentemente de cor/raça e homens (pardos/pretos menos escolarizados. Tais gradientes foram quantificados pelo índice relativo de desigualdade (IRD. Ao longo da década, observou-se redução da desigualdade em mulheres pardas/pretas (ΔIRD: 0,5; IC95%: 0,2-1,1, subjacente ao relativo aumento da prevalência de obesidade abdominal entre as mais escolarizadas. Houve estabilidade do IRD em mulheres brancas e homens pardos/pretos, indicando crescimento similar da prevalência de obesidade abdominal nos subgrupos educacionais. Associação da escolaridade com a ocorrência de obesidade abdominal sofreu interação múltipla de fatores sociodemográficos. Nossos resultados encorajam a estratificação conjunta por gênero e cor/raça no estudo das desigualdades socioeconômicas na ocorrência da obesidade abdominal.

  5. A violência contra mulheres: demandas espontâneas e busca ativa em unidade básica de saúde Violence against women: spontaneous demands v. screening in healthcare centers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lilia B. Schraiber

    2000-12-01

    Full Text Available Acolher demandas e assistir mulheres que sofrem violência é parte dos direitos em saúde, embora a assistência não esteja estruturada e ocorra pouca detecção de casos. Buscou-se um diagnóstico de situação em serviços, avaliando-se a emergência de demandas referidas à violência por parte das usuárias de uma unidade básica da rede pública, contrastando-se a demanda espontânea com a busca ativa de casos. Realizou-se um primeiro estudo por técnicas de observação participante, seguida de estudo de prontuário, com 142 mulheres sendo acompanhadas; num segundo estudo, em uma amostra de 322 usuárias, aplicou-se entrevista. Em atividades grupais observou-se relatos espontâneos e nos prontuários médicos registros de demandas espontâneas; o mesmo não ocorreu em consultas individuais. A entrevista detectou uma prevalência de casos muito maior. Então, a possibilidade de detecção de casos, seu acolhimento e algumas respostas do serviço, requer especificidade de abordagem e cuidados próprios para que a violência contra mulheres possa emergir como parte da demanda usual na saúde.In spite of poorly structured assistance and the fact that only a few instances of abuse are detected, the response to women's demands and assisting those who have been victims of violence is part of their right to healthcare. This work attempts to diagnose the situation regarding health services through the assessment of the degree of emergency in violence-related demands coming from users of a healthcare facility of the public network through the comparison of results from spontaneous demands with results obtained when actively searching for cases. A first study was conducted with the utilization of participatory observation techniques, followed by the study of patient files, with the follow-up of 142 women; a second study, with a sample of 322 users, was based on an assessment screening. Spontaneous expression occurred during group activities and was

  6. Indicadores antropométricos e as doenças crônicas não transmissíveis em mulheres na pós-menopausa da região Sudeste do Brasil Anthropometric measures: predictors of non-transmissible chronic diseases in postmenopausal women in the Southeast region of Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fábio Lera Orsatti

    2008-04-01

    antropométricas (CC e IMC foi eficiente para adequado diagnóstico de obesidade relacionada a alterações metabólicas em mulheres na pós-menopausa. Contudo, a simples avaliação da CC pode ser indicativo do risco cardiovascular e metabólico das doenças crônicas não transmissíveis.PURPOSE: to evaluate the anthropometric measures as predictors of cardiovascular and metabolic risk in non-transmissible chronic diseases in postmenopausal women. METHODS: a clinical and sectional study enrolling 120 sedentary postmenopausal women (amenorrhea for at least 12 months, age 45 to 70 years was conducted. Exclusion criteria included insulin-dependent diabetes and use of statins or hormone therapy within the preceding six months. Anthropometric indicators included: weight, height, body mass index (BMI=weight/height², and waist circumference (WC. Metabolic profiles as total cholesterol (TC, HDL, LDL, triglycerides (TG, glycemia, and insulin were measured and the atherogenic index of plasma (AIP and Homeostasis model assessment-insulin resistance (HOMA-IR were calculated. One-way analysis of variance (ANOVA and Odds Ratio (OR were used in the statistical analysis. RESULTS: subjects were classified on average as overweight and showed central fat distribution. Overweight and obesity were observed in 76% and abdominal obesity in 87.3% of the patients. On average, TC, LDL and TG levels were higher than recommended in 67.8, 55.9 and 45.8% of the women, respectively, and HDL was low in 40.7%. Values of WC >88 cm were observed in 14.8% of women with normal weight, 62.5% overweight and 100% obesity p>0.05. On average, the values of AIP, TG, and HOMA-IR increased significantly along with values of BMI and WC, while decreased HDL (p88 cm, a risk association was observed with low HDL (OR=5.86; 95%CI=2.31-14.82, with higher TG (OR=2.61; 95%CI=1.18-5.78, with higher AIP (OR=3.42; 95%CI=1.19-9.78 and with IR (OR=3.63; 95%CI=1.27-10.36. There was a risk of low HDL (OR=3.1; 95%CI=1.44-6.85 with

  7. Porcionamento e consumo de saladas por mulheres com dieta geral em unidade de internação hospitalar
    Portion size and salads consumption by women with standard diet in a hospitalization unit

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    P. V. CONTRI

    2010-09-01

    Full Text Available

    Avaliar o porcionamento e o consumo de saladas em mulheres com prescrição de dieta geral em uma unidade de internação hospitalar. Durante 3 dias foi avaliado o consumo de saladas de 38, 36 e 40 mulheres, respectivamente. A quantidade consumida foi calculada pela diferença entre o total ofertado e os restos dos pratos das pacientes avaliadas. A variação do porcionamento foi caracterizada e comparada com a porção padrão da instituição (30g. No terceiro dia, foi aplicado um questionário estruturado em 27 pacientes, a fi m de descrever hábito de consumir salada e satisfação em relação à quantidade e aos aspectos sensoriais, por uma escala de avaliação subjetiva de Likert, avaliada por análise de correspondência. O consumo médio variou de 75 a 88% do total oferecido. Houve variação do porcionamento médio em relação ao padrão nos três dias, com oferta de -47,4% em um dia e +33,1% em outro. O consumo diário de saladas foi relatado por 92% das mulheres, sustentado pela ingestão intra-hospitalar e evidenciado pela aceitação total da porção oferecida por 81% delas. Em relação à satisfação, a quantidade de salada oferecida foi o item que teve maior grau de insatisfação (“ruim”; variedade e sabor tiveram satisfação regular; e temperatura, consistência e aspecto visual apresentaram maior grau de satisfação (“bom”. Houve variação no porcionamento entre os dias e consumo total da porção pela maioria das mulheres. A quantidade padronizada de saladas para a dieta geral foi considerada baixa, de acordo com a avaliação da satisfação das participantes do estudo.

  8. Paraíba mulher macho: gênero, cultura e política na educação jurídica popular em João Pessoa-PB

    OpenAIRE

    Arlene Martinez Ricoldi

    2011-01-01

    O presente estudo teve como objetivo analisar as abordagens de gênero em experiências de Educação Jurídica Popular em João Pessoa-PB. Difundidos por todo o país, esses cursos de educação jurídica popular possuem experiências voltadas somente para mulheres (de orientação feminista) ou mistos (sob a perspectiva dos Direitos Humanos). Adotou-se a abordagem dos frames, concepção elaborada para dar conta dos aspectos culturais do ativismo político, por meio da sua delimitação - quadros interpretat...

  9. Efeitos cardiovasculares da abstinência do fumo no repouso e durante o exercício submáximo em mulheres jovens fumantes Cardiovascular effects of smoking abstinence at rest and during submaximal exercise in young female smokers

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Demilto Yamaguchi da Pureza

    2007-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: O objetivo do presente estudo foi verificar o efeito da abstinência do fumo nas respostas cardiovasculares ao exercício físico progressivo submáximo em mulheres sedentárias fumantes. MÉTODOS: A pressão arterial sistólica (PAS e diastólica (PAD e a freqüência cardíaca (FC foram medidas de forma não invasiva em mulheres jovens não fumantes (MNF, n = 7 e fumantes (MF, n = 7, sem e com abstinência do fumo por 24 horas, em repouso, durante a realização do teste submáximo em bicicleta ergométrica e na recuperação. RESULTADOS: Em repouso, a PAD e a FC foram maiores nas MF (76 ± 1mmHg e 86 ± 5bpm quando comparadas com as MNF (68 ± 2mmHg e 72 ± 2bpm. Após 24 horas sem o tabaco essas medidas foram normalizadas. Durante o exercício, a PAS e a FC aumentaram nos grupos estudados. A PAD foi maior nas MF (~15% em relação às MNF em todos os estágios do exercício. Na situação de abstinência, a PAD aumentou somente no último estágio de exercício. Na recuperação tanto a PAD quanto a FC foram maiores nas MF, na situação basal e com abstinência de 24h, quando comparadas as MNF. CONCLUSÃO: Estes resultados demonstram que mulheres jovens fumantes apresentam prejuízo em parâmetros hemodinâmicos em repouso e em resposta ao exercício submáximo, os quais, podem ser em parte revertidos pela abstinência em curto prazo do uso do tabaco.OBJECTIVE: The objective of the present study was to verify the effect of tobacco smoking abstinence on cardiovascular responses to progressive submaximal physical exercise in sedentary female smokers. METHODS: Systolic blood pressure (SBP, diastolic blood pressure (DBP and heart rate (HR were non-invasively measured in young non-smoking women (NSW, n = 7 and smoking women (SW, n = 7, with and without tobacco abstinence for 24 hours, at rest, during the accomplishment of a submaximal bicycle ergometric test and recovery period. RESULTS: At rest, DBP and HR were higher in the SW group

  10. Effects of physical therapy in older women with urinary incontinence: a systematic review Efeitos do tratamento fisioterapêutico em mulheres idosas com incontinência urinária: uma revisão sistemática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa S. Pereira

    2012-12-01

    Full Text Available BACKGROUND: Urinary incontinence (UI is one of the most common public health problems among older women. Despite conservative treatment being recommended as the first treatment option, the effects of physical therapy in older women with UI is unclear. OBJECTIVE: This study aimed to systematically review the evidence about the effects of physical therapy on urinary symptoms in older women with UI. METHOD: The literature search for studies evaluating conservative treatment for incontinent in elderly women was conducted on Pubmed/Medline, Lilacs, Scielo, ISI Web of Knowledge and PEDro. We selected clinical trials published in English and Portuguese after the year 2000. The methodological quality of the studies was assessed using the PEDro scale. The results were analyzed using a critical review method. RESULTS: Six studies were reviewed in full revealing that pelvic floor muscle training was the treatment option in most studies. Five of the six selected studies were classified as having high methodological quality. There was significant improvement in urinary symptoms after treatment in five of the six selected studies. CONCLUSIONS: It was concluded that physical therapy treatment seems to be effective to decrease urinary incontinence symptoms in older women. However, the small number of studies and the use of concurrent interventions limit the conclusions on this issue.CONTEXTUALIZAÇÃO: A incontinência urinária (IU é um dos mais comuns problemas de saúde pública entre as mulheres idosas. Apesar de o tratamento conservador ser recomendado como a primeira opção de tratamento, os efeitos do tratamento fisioterapêutico em mulheres idosas com IU não está esclarecido. OBJECTIVO: Sistematizar as evidências científicas sobre os efeitos do tratamento fisioterapêutico sobre os sintomas miccionais de mulheres idosas com IU. MÉTODO: A busca de publicações sobre os efeitos de modalidades de tratamento fisioterapêutico em mulheres idosas com

  11. Effects of physical therapy in older women with urinary incontinence: a systematic review Efeitos do tratamento fisioterapêutico em mulheres idosas com incontinência urinária: uma revisão sistemática

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa S. Pereira

    2012-01-01

    Full Text Available BACKGROUND: Urinary incontinence (UI is one of the most common public health problems among older women. Despite conservative treatment being recommended as the first treatment option, the effects of physical therapy in older women with UI is unclear. OBJECTIVE: This study aimed to systematically review the evidence about the effects of physical therapy on urinary symptoms in older women with UI. METHOD: The literature search for studies evaluating conservative treatment for incontinent in elderly women was conducted on Pubmed/Medline, Lilacs, Scielo, ISI Web of Knowledge and PEDro. We selected clinical trials published in English and Portuguese after the year 2000. The methodological quality of the studies was assessed using the PEDro scale. The results were analyzed using a critical review method. RESULTS: Six studies were reviewed in full revealing that pelvic floor muscle training was the treatment option in most studies. Five of the six selected studies were classified as having high methodological quality. There was significant improvement in urinary symptoms after treatment in five of the six selected studies. CONCLUSIONS: It was concluded that physical therapy treatment seems to be effective to decrease urinary incontinence symptoms in older women. However, the small number of studies and the use of concurrent interventions limit the conclusions on this issue.CONTEXTUALIZAÇÃO: A incontinência urinária (IU é um dos mais comuns problemas de saúde pública entre as mulheres idosas. Apesar de o tratamento conservador ser recomendado como a primeira opção de tratamento, os efeitos do tratamento fisioterapêutico em mulheres idosas com IU não está esclarecido. OBJECTIVO: Sistematizar as evidências científicas sobre os efeitos do tratamento fisioterapêutico sobre os sintomas miccionais de mulheres idosas com IU. MÉTODO: A busca de publicações sobre os efeitos de modalidades de tratamento fisioterapêutico em mulheres idosas com

  12. Mortalidade de mulheres em idade fértil em Campinas, São Paulo (1985-1994 Mortality among childbearing-age women in Campinas, São Paulo (1985-1994

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Anibal Faúndes

    2000-09-01

    Full Text Available Com o fim de obter um perfil das principais doenças que afetam as mulheres em idade fértil, estudaram-se todas as 3.086 declarações de óbito de mulheres de 10 a 49 anos, residentes no Município de Campinas, Estado de São Paulo. Óbitos ocorridos entre primeiro de janeiro de 1985 e 31 de dezembro de 1994, fornecidos pela Fundação SEADE. A causa básica desencadeante do óbito foi identificada e classificada segundo a CID 10ª revisão. Os dados populacionais para o períodos foram obtidos do Laboratório de Análises e Pesquisas Epidemiológicas da UNICAMP. Um quarto dos óbitos foram por doenças cardiovasculares e um quinto por causas externas. A terceira causa, próxima a 20% do total, foi neoplasia. A mortalidade materna constituiu a nona causa de morte. As causas externas foram as principais causas de morte entre 10 e 34 anos. A partir dos 35 anos, predominaram as causas cardiovasculares e neoplasias. Chama a atenção o predomínio dos acidentes de trânsito como primeira causa de morte ate os 34 anos de idade, superando a AIDS durante o período estudado, assim como a alta mortalidade por homicídio.To provide a profile of the main health problems in childbearing-age women, we studied all 3,086 death certificates from the SEADE Foundation for women from 10 to 49 years of age and residing in the municipality of Campinas, from January 1, 1985, to December 31, 1994. The primary cause of death was identified and classified according to the 10th review of the ICD. Population data were obtained from the Laboratory for Epidemiological Analyses and Research, UNICAMP. One-fourth of the deaths were cardiovascular in origin, one-fifth were from external causes, and almost 20% were due to neoplasms. Maternal mortality was the ninth cause of death. External causes predominated in the 10-to-34-year age group, as compared to cardiovascular diseases and neoplasms in the 35-to-49-year group. Most alarming were the predominance of traffic accidents

  13. Ultra-sonografia da aorta abdominal e de seus ramos em cães Ultrasonography of abdominal aorta and its branches in dogs

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lilian Kamikawa

    2007-04-01

    Full Text Available O ultra-som bidimensional e o ultra-som Doppler foram utilizados para avaliar a biometria e a hemodinâmica da aorta abdominal e artérias ilíacas externas de 131cães clinicamente normais. Os resultados da avaliação biométrica da aorta abdominal indicaram um diâmetro médio de 0,80cm para o seu segmento diafragmático (AOD; 0,74cm para o seu segmento caudal às artérias renais (AOR e 0,69cm para o segmento cranial à sua bifurcação (AOT. A artéria ilíaca externa direita (AIED apresentou o diâmetro médio de 0,42cm e a artéria ilíaca externa esquerda (AIEE o diâmetro médio de 0,39. O estudo hemodinâmico da aorta abdominal apresentou velocidade de pico sistólico médio de 104,00cm/s para AOR; 99,61cm/s para AOT; 85,47cm/s para AIED e 99,51cm/s para AIEE. Verificaram-se correlações de diferentes intensidades entre os diâmetros vasculares em diferentes pontos de tomadas e os fatores biométricos corpóreos (CRL. Correlações baixas foram observadas quando esses diâmetros foram confrontados com a idade.A duplex ultrasound system incorporating a pulsed wave Doppler ultrasound probe with conventional B-mode real-time imaging was used to evaluate the biometric and the hemodynamic of abdominal aorta and external iliac arteries of a hundred and thirty one normal dogs. Results of biometrics of abdominal aorta, presented a mean diameter of 0.80cm in its diaphragmatic segment (AOD; 0.74cm in its segment caudal to the renal arteries (AOR and 0.69cm in the segment cranial to its termination (AOT. The right-external-iliac artery (AIED presented a mean diameter of 0.42cm and the left-external iliac artery (AIEE a mean diameter of 0.39cm. The hemodynamic study of the abdominal aorta presented a medium systolic peak velocity to AOR of 104cm per sec.; to AOT of 99.61cm per sec.; to AIED of 85.47cm per sec. and to AIEE of 99.51cm per sec. Correlations of different intensities between the vascular diameters have been verified between the

  14. Surge en mi otra mujer: significados del consumo de alcohol en mujeres mexicanas Surge em mim outra mulher: significados do consumo de álcool em mulheres mexicanas Another woman comes up in me: Meanings of alcohol consumption in Mexican women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leticia Cortaza Ramírez

    2008-12-01

    Full Text Available Este estudio es de tipo descriptivo con abordaje cualitativo. Tiene como objetivo intentar comprender los significados que las mujeres mexicanas atribuyen al consumo de alcohol . El referencial metodológico fue el estudio del caso, bajo la perspectiva teórica del Interaccionismo Simbólico. Participaron en este estudio 10 mujeres. Los datos fueron obtenidos mediante entrevista semi-estructurada. Las entrevistas fueron grabadas, trascritas, codificadas y categorizadas, tomando como referencia el análisis del contenido. Los resultados pusieron en evidencia que el alcohol "despertaba en ella" a otra persona que ellas querían ser; razón por la cual continuaban el patrón de consumo , cada vez en niveles más elevados. Bajo el Interaccionismo Simbólico se observó que el "yo" de estas mujeres se encontraba restringido por la demandas del cotidiano, consolidando un yo que atendía más a las expectativas socio-culturales (mi que las de la propia persona (el yo. El alcohol estimulaba la expresión de su "yo", y descubrían que tenían otra persona dentro de sí, que no se manifestaba normalmente.Trata-se de estudo descritivo com abordagem qualitativa, com objetivo de compreender os significados que as mulheres mexicanas atribuem ao consumo de álcool. O referencial metodológico foi o estudo de caso, sob a perspectiva do Interacionismo Simbólico. Participaram do estudo dez mulheres. Os dados foram obtidos mediante entrevista semi-estruturada. As entrevistas foram gravadas, transcritas, codificadas e categorizadas, tomando como referência a análise de conteúdo. Os resultados evidenciaram que o álcool "despertava" nelas a "outra pessoa" que elas queriam ser, razão pela qual mantinham o consumo, cujo padrão ocorria em níveis cada vez mais elevados. Sob o interacionismo simbólico, observou-se que o Eu dessas mulheres encontrava-se restringido pelas demandas do cotidiano, consolidando um "self" que atendia mais às expectativas s

  15. Estadiamento inicial dos casos de câncer de mama e colo do útero em mulheres brasileiras Initial staging of breast and cervical cancer in Brazilian women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Luiz Claudio Santos Thuler

    2005-11-01

    Full Text Available OBJETIVO: analisar a evolução temporal do estadiamento no momento do diagnóstico dos casos de câncer de mama e do colo do útero em mulheres atendidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS. MÉTODOS: em uma primeira etapa foram identificados os relatórios disponíveis contendo a descrição do estadiamento clínico inicial dos casos de câncer atendidos nos hospitais brasileiros. Considerando-se sua escassez e pouca representatividade, realizou-se uma segunda etapa na qual foi efetuada busca ativa de informações. Uma planilha foi enviada por via postal a todos (n=173 os Centros de Alta Complexidade em Oncologia (CACON cadastrados pelo Ministério da Saúde para atendimento ao SUS solicitando informações para o período compreendido entre 1995 e 2002. Para a análise estatística foi utilizado o programa "R". Os resultados são apresentados como percentuais e boxplots. RESULTADOS: na primeira etapa (1990-1994 foram identificadas informações de 18 hospitais, referentes a 7.458 pacientes com câncer de mama e 7.216 pacientes com câncer do colo do útero. A mediana de casos diagnosticados em estádio avançado (estádios III e IV foi de 52,6 e 56,8%, respectivamente. Na segunda etapa (1995-2002 foram obtidas informações de 89 hospitais e 7 serviços isolados de quimioterapia ou radioterapia, referentes a 43.442 casos de câncer de mama e 29.263 casos de câncer de colo do útero. A taxa de resposta, baseada na listagem inicial de CACONs, foi de 55%. A mediana do percentual de pacientes em estádio avançado foi de 45,3% para os casos de câncer de mama e de 45,5% para os casos de câncer do colo do útero. CONCLUSÕES: no Brasil, poucos estudos analisaram as tendências temporais do estadiamento dos casos de câncer. Os dados obtidos a partir dos registros hospitalares de Câncer mostraram que, na última década, houve redução no percentual de casos de câncer de mama e do colo do útero em estádio avançado, o que pode indicar que

  16. Prevalência de nódulos de tireóide detectados por ecografia em mulheres após os 40 anos Prevalence of thyroid nodules in 40 years-old or old women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    T. W. Furlanetto

    2000-10-01

    Full Text Available Nódulos de tireóide são uma condição clínica comum e em seu diagnóstico diferencial inclui-se o câncer de tireóide. Como o câncer de tireóide é raro, é importante conhecer a prevalência de nódulos de tireóide em grupos fortemente pre-dispostos para dimensionar seu impacto e adequar estratégias diagnósticas. OBJETIVOS: O objetivo deste estudo foi verificar a prevalência de nódulos de tireóide diagnosticados por ecografia em mulheres na maturidade. MÉTODOS: Entre agosto de 1996 e dezembro de 1997 foram avaliadas, de forma consecutiva, pacientes do sexo feminino com idade de 40 anos ou mais que realizavam ecografia no Serviço de Radiologia do HCPA. Foram excluídas as mulheres encaminhadas para exame de tireóide. As 207 pacientes examinadas tiveram média de idade de 54,7 anos (mediana: 53 anos com mínimo de 40 e máximo de 86 anos. Cento e vinte e três (59,4% apresentaram tireóide normal e 82 (39,6% tiveram alguma alteração na glândula. CONCLUSÕES: Alterações nodulares foram encontradas em 73 (35,3% mulheres, e 35 (16,9% portavam nódulos tireoidianos com 1 cm ou mais. As mulheres sem nódulos de tireóide eram mais jovens (53,1 ± 10,7 anos que as que apresentavam nódulos tireoidianos (58,2 ± 10,6 anos, p=0,001 e houve aumento do número de quaisquer nódulos (p=0.001 ou de nódulos maior que 1 cm (p=0.007 com o aumento da idade. Assim sendo, nódulos de tireóide são muito comuns em mulheres com 40 anos ou mais, a sua prevalência aumenta com a idade nesse grupo etário, e eles são potencialmente palpáveis (maiores que 1 cm em 1 em cada 6 mulheres nesta faixa etária. É importante que tenhamos esses dados em mente quando indicamos avaliação ecográfica da tireóide em mulheres com 40 anos ou mais.OBJECTIVES: Thyroid nodules constitute a very common clinical problem and the differential diagnosis includes thyroid cancer. As thyroid cancer is rare, it is important to know the prevalence of thyroid nodules

  17. AVALIAÇÃO DA RESPOSTA GLICÊMICA EM MULHERES SAUDÁVEIS APÓS A INGESTÃO DE YACON (SMALLANTUS sonchifollius in natura, CULTIVADAS NO ESTADO DE SANTA CATARINA - BRASIL

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    A. S. S. DA SILVA

    2008-12-01

    Full Text Available

    Este estudo objetivou avaliar a resposta glicêmica em mulheres saudáveis, após a ingestão de equivalentes de carboidratos (50 g procedentes da yacon, tomando-se como referência o pão branco. Os alimentos testes foram consumidos individualmente. A glicose foi medida nos períodos pré-prandial (glicemia basal e pósprandial (15, 30, 45, 60, 90, 120 minutos. O índice glicêmico foi determinado a partir dos valores médios obtidos de cálculos geométricos das áreas sob as curvas glicêmicas, sendo expressos como percentual da área média do alimento referência. Os resultados obtidos apontam para um baixo incremento das curvas glicêmicas, sendo os índices glicêmicos encontrados para yacon in natura cultivadas em diferentes regiões geográficas no estado de Santa Catarina: 30,5% e 33,8% respectivamente, relacionados ao pão branco que corresponde a 100% de incremento da curva glicêmica. Considerando a capacidade glicêmica apresentada pela raiz de yacon sugere-se que indivíduos portadores de diabetes possam acrescentar esse tipo de alimento em sua dieta normal sem riscos. Comparações estatísticas foram feitas por meio de procedimentos padronizados e mostraram que os valores dos índices glicêmicos encontrados para yacon in natura cultivadas em diferentes regiões geográficas no estado de Santa Catarina não diferiram estatisticamente entre si, mas todos os cultivos estudados apresentaram diferenças significativas quando comparados com o pão branco (p<0,05. Com base nesses resultados podemos dizer que o consumo da yacon deve se popularizar, uma vez que a raiz da yacon possui em sua composição 70% de açúcares não digeridos pelo trato gastrintestinal. Isto influenciou diretamente nos controles glicêmicos das voluntárias estudadas, pois o consumo da raiz tuberosa da yacon consumida in natura teve impacto

  18. Características clinicoepidemiológicas de um grupo de mulheres com HIV/AIDS em Salvador-Bahia Clinical-epidemiological characteristics of a group of HIV/AIDS infected women in Salvador-Bahia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ceuci de Lima Xavier Nunes

    2004-12-01

    Full Text Available A expansão da infecção pelo HIV/AIDS entre as mulheres e os mais pobres, são importantes características da epidemia no Brasil e no mundo. Estudo descritivo delineou-se com objetivo de descrever um grupo de 82 mulheres com HIV/AIDS de Salvador - Bahia. A idade média é 32 ± 7,2 anos; 75% têm filhos, 82,5% estão desempregadas e o grau de instrução situa-se entre analfabeto e primeiro grau em 77,8%. O número de parceiros sexuais foi igual ou inferior a cinco na vida em 71% dos casos e 25% relatavam um único parceiro. Quarenta e seis (55,4% mulheres apresentaram 77 episódios de infecções oportunistas. A maioria das pacientes tem baixo grau de instrução, baixa renda e poucos parceiros sexuais. A forma de transmissão foi predominantemente sexual, muitas mulheres adquiriram o vírus com o próprio companheiro/ marido.The increasing number of HIV/AIDS infected women is one of the main characteristics of the AIDS epidemic, besides the wide expansion of the disease among the poor. This study focused on a group of 82 women with AIDS from Salvador - Bahia. The mean age was 32 ± 7.2 years, 75% had children, 82.5% were jobless, and 77.8% were illiterate or only had basic education. The number of sexual partners was five or fewer in 71% of cases and 25% had only one sexual partner. Forty-six (55.4% women reported up to 77 episodes of opportunist infections. The majority of the patients were from the lower classes, with no good education, a low income and few sexual partners. The main via of transmission was heterosexual, and many of the women were infected by their steady partner/husband.

  19. O processo sucessório em organizações familiares e a exclusão da mulher The successors process into family firms and exclusion of women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Kátia Barbosa Macêdo

    2004-12-01

    Full Text Available O presente estudo aborda o processo sucessório em organizações familiares enfocando a exclusão da mulher deste processo. Trata-se de um estudo de caráter descritivo e exploratório, utilizando multicasos em organizações familiares localizadas no Estado de Goiás, por meio de entrevista semi-estruturada com diretores(as, gerentes e trabalhadores(as para coleta de dados, analisados com a técnica de análise gráfica do discurso de Lane (1985. Como resultados tem-se que, em decorrência de traços da cultura brasileira e da cultura das organizações pesquisadas, ocorre a exclusão da mulher do processo sucessório de organizações familiares, explicitada de duas formas: desconsiderando desde o início a possibilidade de promover mulheres para cargos de cúpula, ou considerando-as no início, mas descartando-as em etapas posteriores. Foi encontrado um número mínimo de diretores e gerentes do gênero feminino nas organizações pesquisadas, devendo-se salientar que os cargos diretivos e gerenciais ocupados por elas estão relacionados a funções consideradas "femininas".The present study approaches succession process in family firms focusing women exclusion from this process. This is an exploratory and descriptive multicase study in family firms located in the State of Goiás, Brazil, carried out through the means of semi-structured interviews with workers from managerial and operational levels and analyzed with the application of the graphical discourse technique by Lane (1985. The results show that, due to Brazilian culture and family firms' features, women are excluded from the succession process in family firms in two ways: the promotion of women to managerial jobs is not taken into consideration since the beginning of the process, or the possibility is taken into consideration at first but it is rejected later on. In the organizations investigated it was found a low number of directors and managers of feminine gender, and it should

  20. Near miss e mulheres negras

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Alaerte Leandro Martins

    Full Text Available Resumo Introdução: A mortalidade materna apresenta grande diferença entre os países desenvolvidos e em desenvolvimento e espelha a qualidade da assistência prestada à saúde da mulher. Para evidenciar melhor essa assistência, novos métodos de estudo vêm sendo utilizados, entre eles a investigação das morbidades maternas graves - near misses. Objetivo: Analisar os fatores de risco para ocorrência de near miss nas diferentes raças/cores das mulheres residentes em três municípios da Região Metropolitana de Curitiba. Método: Estudo descritivo. Resultados: Na análise multivariada, identificou-se ser as variáveis idade (p=0,0321 com OR 3,08 e IC 95% 1,10-8,65, doenças associadas (p=0,0018 com OR 4,06 e IC 95% 1,61-10,24 e causa de internação (p=<0,0001 com OR 8,75 e IC 95% 3,36-22,75 os fatores de risco para near miss; o OR foi estimado com base no modelo multivariado. Já a variável cor não foi identificada como sendo fator de risco para near miss (p=0,8964 na presença das demais variáveis. Conclusões: Evidenciou-se, no estudo, a necessidade de aprofundar a análise em pesquisas sobre ocorrência de near miss e cor da variável idade e outras causas de internação para mulheres brancas, e a paridade/número de gestações e presença de doenças crônicas ou associadas para as mulheres negras, assim como a instituição de outros parâmetros de análise como as transferências e reinternações.

  1. Behavior assessment of women attending a sexually transmitted disease clinic in Vitória, Brazil Práticas comportamentais em mulheres atendidas em clínica de doenças sexualmente transmissíveis em Vitória, Brasil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Angelica Espinosa Miranda

    2012-04-01

    Full Text Available BACKGROUND: Studies about sexual risk behaviors can provide information to support design strategies to control the spread of HIV infection. OBJECTIVE: To assess sexual risk behaviors among women attending a sexually transmitted diseases clinic in Vitória, Brazil. METHODS: A cross-sectional study was performed among women attending an STD/AIDS reference center. Enrolled participants were interviewed and provided a blood sample to determine HIV status. RESULTS: A total of 276 women participated. among 284 selected; 109 (39.5% were HIV-positive and 167 (60.5% HIV-negative. Median age was 31 years (interquartile range (IQR24-36 and 69% of women were between 18 and 34 years of age. Women reported high access to information about STD (87% and AIDS (90% but information about sexuality was less common (55%. HIV-positive women asked their partners to use condoms more often than HIV-negatives (31% vs. 5%, p=0.02, and were more likely to have used a condom at last intercourse (65% vs. 33%, pFUNDAMENTOS: Estudos sobre comportamentos sexuais de risco fornecem informações para programar estratégias para o controle da expansão da infecção pelo HIV/AIDS. OBJETIVO: Avaliar os comportamentos de risco sexual entre mulheres atendidas em clínica de doenças sexualmente transmissíveis em Vitória, Brazil. MÉTODOS: Estudo de corte-transversal foi realizado com mulheres atendidas no Centro de Referência para DST/Aids. As pacientes selecionadas foram entrevistadas e autorizaram a coleta de uma amostra de sangue para determinar sorologia para HIV. RESULTADOS: Um total de 276 mulheres participou, entre as 284 selecionadas; 109 (39,5% eram HIV-positivas e 167 (60,5% HIV-negativas. A mediana de idade foi 31 anos (distância interquartil 24-36 e 69% das mulheres tinham entre 18 e 34 anos de idade. As mulheres relataram alto grau de acesso a informações sobre doenças sexualmente transmissíveis (87% e Aids (90%, mas as informações sobre saúde sexual foram

  2. Submucosa de intestino delgado no reparo de defeito em parede abdominal de ratos Small intestinal submucosa to repair anterior abdominal wall defect in rats

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernando Hintz Greca

    2004-10-01

    Full Text Available OBJETIVO: Comparar a biocompatibilidade da tela de polipropileno e do enxerto de submucosa intestinal de suínos, quando usados para o reparo de defeito criado na parede anterior de abdomen de ratos, que envolveu toda a sua espessura e extensão. MÉTODO: Vinte ratos Wistar foram divididos em dois grupos de 10 animais. Um defeito quadrangular, com 3,5cm de lado foi criado cirurgicamente na parede abdominal anterior dos 20 ratos. No primeiro grupo(grupo 1 este defeito foi reparado com submucosa de intestino delgado (SID, e no segundo grupo(grupo 2 com tela de polipropileno. Após 30 dias, os animais foram sacrificados. Além da avaliação macroscópica dos enxertos, realizou-se um estudo tensiométrico e microscópico. RESULTADOS: Os animais de ambos os grupos apresentaram aderências entre o implante e as estruturas intra-abdominais, todavia no grupo com a tela de polipropileno observou-se maior número de aderências entre a tela e as alças intestinais. A força máxima de ruptura foi significantemente maior no grupo de animais com a tela de polipropileno, todavia se corrigida pela espessura do enxerto, a tensão máxima foi maior no enxerto de submucosa porcina que na tela de polipropileno. A mesotelisação foi significativamente mais intensa no grupo da submucosa, assim como a deposição de colágeno. As reações granulomatosas de corpo estranho e inflamação crônica também foram mais intensas no grupo 1. CONCLUSÃO: A SID monstrou ser uma alternativa ao enxerto sintético no reparo de grandes defeitos da parede abdominal em ratos, com melhor mesotelisação e deposição de colágeno, sem aumento no número de complicações. A submucosa apresentou maior resistência por mm², apesar de ter se mostrado menos resistente quando considerada a força maneira absoluta.PURPOSE: The aim of the present study was compare the biocompatibility of a polypropylene mesh and a patch of porcine small intestinal submucosa (SIS when used to repair a

  3. Atividade física e qualidade de vida em mulheres com 60 anos ou mais: fatores associados Physical activity and quality of life in women aged 60 or older: associated factors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Euller Duarte de Carvalho

    2010-09-01

    Full Text Available OBJETIVO: avaliar o nível de atividade física, a qualidade de vida e os fatores associados em mulheres com 60 anos ou mais. MÉTODOS: estudo de corte transversal que incluiu 271 mulheres frequentadoras de um centro de lazer e de mulheres atendidas no Ambulatório de Menopausa em Campinas (SP. As mulheres foram convidadas a participar da pesquisa, que foi realizada com o uso de entrevistas. Os instrumentos utilizados foram o International Physical Activity Questionnaire (IPAQ, versão 8, modificado para a população idosa para avaliar o nível de atividade física, e o Questionário de Qualidade de Vida da Organização Mundial da Saúde, específico para este grupo (WHOQOL-OLD, para avaliar o escore de qualidade de vida. Os resultados do IPAQ foram avaliados por meio de tercis, e a associação entre resultados do WHOQOL-OLD e IPAQ e características das mulheres pelos testes t de Student/Mann-Whitney e de análises múltiplas. RESULTADOS: a média etária das mulheres foi de 67,4±5,3 anos. Destas, 33% foram classificadas como pouco ativas. A análise de cada domínio da atividade física mostrou que 60,8% do tempo foi gasto em atividade sentada (1.701,6±986,1 minutos/semana. Ser frequentadora de um centro de lazer, ter maior idade, sem companheiro, maior escolaridade e boa autopercepção do estado de saúde, sem antecedentes de doenças e maior renda foram características que se associaram significativamente à prática de exercícios físicos de intensidade moderada/vigorosa. A análise múltipla evidenciou que frequentar um centro de lazer em Campinas (SP e ter 70 anos ou mais aumentaram a chance de praticar exercícios físicos de intensidade moderada ou vigorosa, respectivamente, em 11,4 vezes e 2,8 vezes. O escore médio de qualidade de vida foi de 66,9±11,7. O maior valor foi observado no domínio referente às habilidades sensoriais (72,0±18,8, e o menor no que se refere à autonomia (60,3±16,2. A regressão linear mostrou que

  4. Detecção de Chlamydia trachomatis pela técnica de Reação em Cadeia de Polimerase (PCR) em mulheres atendidas na clínica de infertilidade do Hospital Dona Francisca Mendes, Manaus - Amazonas

    OpenAIRE

    Freitas,Norma Suely de Lima

    2007-01-01

    A Chlamydia trachomatis é uma bactéria sexualmente transmissível, de grande impacto no sistema reprodutivo das mulheres, sendo também um importante problema para a Saúde Pública. A estimativa dos casos de infecção por C. trachomatis é de 90 milhões em todo o mundo. A C. trachomatis é considerada a bactéria sexualmente transmissível de maior prevalência, principalmente em países desenvolvidos e causa doenças do trato urogenital, linfogranuloma venéreo (LGV) e outras. Um dos fatores de risco...

  5. Effect of <em>trans> fatty acid intake on abdominal and liver fat deposition and blood lipids

    DEFF Research Database (Denmark)

    Bendsen, Nathalie Tommerup; Chabanova, E.; Thomsen, Henrik S.

    2011-01-01

    abdominal and liver fat deposition.Objective:We examined the effect of a high intake of TFA as part of an isocaloric diet on whole-body, abdominal and hepatic fat deposition, and blood lipids in postmenopausal women.Methods:In a 16-week double-blind parallel intervention study, 52 healthy overweight...... postmenopausal women were randomized to receive either partially hydrogenated soybean oil providing 15.7 g day(-1) of TFA or a control oil with mainly oleic and palmitic acid. Before and after the intervention, body composition was assessed by dual-energy X-ray absorptiometry, abdominal fat by magnetic resonance...... (MR) imaging, and liver fat by (1)H MR spectroscopy.Results:Compared with the control fat, TFA intake decreased plasma high-density lipoprotein (HDL)-cholesterol by 10%, increased low-density lipoprotein (LDL)-cholesterol by 18% and resulted in an increased LDL/HDL-cholesterol ratio (baseline adjusted...

  6. Cinco mulheres: vozes em ricochete

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ivete Lara Camargos Walty

    2013-01-01

    Full Text Available Marcelino Freire, whose character moves between the countryside and the city, has been writing as one who hears the others, exercising alterity. Taking as a start- ing point the texts’ enunciation and inscenation dynamics, this work aims to fol- low the path of five poor women, “Muribeca”, “Comadre”, “Darluz”, “Da Paz” and “Totonha”, pointing to the tension exposed between the social voices pre- sented and the author ́s voice. The latter comes as the result of strategies used in the composing of an explicitly interlocutory writing, which includes the reader.

  7. Psicopatia em homens e mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cema Cardona Gomes

    2010-01-01

    Full Text Available Psychopathy is a personality disorder that has as its main characteristic a change of character, which causes the individuals to use behavioral pathological actions to control and manipulate people more easily, which can result in damage to society in general. There is evidence that brain abnormalities may be related to the emergence of behaviors similar to those of psychopaths. This disorder occurs both in men and women, but each sex presents peculiarities, especially in relation to the way behavior is manifested. Then, this article, through theoretical review in data bases, aimed at discussing the characteristics of psychopathy and more specifically sought to identify the differences between the sexes.

  8. Psicopatia em homens e mulheres

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cema Cardona Gomes

    2010-04-01

    Full Text Available Psychopathy is a personality disorder that has as its main characteristic a change of character, which causes the individuals to use behavioral pathological actions to control and manipulate people more easily, which can result in damage to society in general. There is evidence that brain abnormalities may be related to the emergence of behaviors similar to those of psychopaths. This disorder occurs both in men and women, but each sex presents peculiarities, especially in relation to the way behavior is manifested. Then, this article, through theoretical review in data bases, aimed at discussing the characteristics of psychopathy and more specifically sought to identify the differences between the sexes.

  9. Autopercepção de vulnerabilidade às doenças sexualmente transmissíveis e Aids em mulheres Self-assessment of STD/AIDS vulnerability among women, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mariângela F Silveira

    2002-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Investigar comportamentos de risco e autopercepção de vulnerabilidade às doenças sexualmente transmissíveis (DST e à Síndrome de imunodeficiência adquirida (Aids em mulheres. MÉTODOS: Dos 281 setores censitários existentes na cidade de Pelotas, RS, foram selecionados 48 a partir de amostragem sistemática. Foi entrevistada uma amostra de 1.543 mulheres, de 15 a 49 anos, por meio de questionário composto de três partes (informações socioeconômicas, perguntas aplicadas em entrevista, questionário auto-aplicado. Para tabulação dos dados, foi utilizado o programa Epi-Info, versão 6.0. Para análise estatística dos dados foram usados o teste de Kappa e a razão de odds. RESULTADOS: Na amostra, 64% das mulheres achavam impossível ou quase impossível adquirir DST/Aids. Os principais comportamentos de risco foram o não uso de preservativo na última relação antes do depoimento (72%; início das relações sexuais com menos de 18 anos (47%; uso de álcool ou drogas pelo parceiro (14% ou pela mulher (7% antes da última relação; dois ou mais parceiros nos três meses que antecederam o depoimento (7% e sexo anal na última relação (3%; 44% das mulheres apresentaram dois ou mais comportamentos de risco. A sensibilidade da autopercepção, usando como padrão o escore de risco igual ou superior a dois, foi de 41 %. Sua especificidade de 67%. CONCLUSÕES: A autopercepção de vulnerabilidade não é um bom indicador, pois as mulheres não identificam corretamente seu nível de risco.OBJECTIVE: To investigate risk behaviors and self-assessment of the vulnerability to sexually transmitted diseases (STD and acquired immunodeficiency syndrome (AIDS among women. METHODS: A systematic sample including 48 of 281 census tracts in the urban area of Pelotas, Brazil, was selected. There were interviewed 1,543 women, aged between 15 and 49 years, who had ever been sexually active. Risk behaviors were assessed using a confidential

  10. Bulky abdominal masses in pediatrics: iconographic essay; Massas abdominais volumosas em pediatria: ensaio iconografico

    Energy Technology Data Exchange (ETDEWEB)

    Reis, Fabiano; Faria, Andreia V.; Kluge, Patricia D.; Volpato, Ricardo G.; Santos, Sergio L.M. dos; Caserta, Nelson M.G. [Universidade Estadual de Campinas, SP (Brazil). Faculdade de Ciencias Medicas]. E-mail: fabiano97@bol.com.br

    2005-04-15

    The ultrasound, computerized tomography and magnetic resonance findings of 19 patients with abdominal bulky masses diagnosed as hydronephrosis, Wilms' tumor, neuroblastoma, adrenal carcinoma, sarcoma, hemangioendothelioma, hepatoblastoma, mesenchymal hamartoma, hepatocellular carcinoma, choledochal cyst, splenic cyst, lymphoma, enteric cyst, teratoma, hydrometrocolpos and lipoma are presented. Imaging findings (including ultrasound, computerized tomography and magnetic resonance imaging) are important tools for the evaluation of abdominal masses in pediatric patients and can contribute to the diagnosis and evaluation of the extension of these diseases. (author)

  11. Perfil sócio demográfico e possíveis fatores de risco em mulheres com câncer de mama: um retrato da amazônia

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Nathalia Santos da Penha

    2013-12-01

    Full Text Available O câncer de mama é a neoplasia que mais acomete mulheres no mundo e no Brasil, sendo que a ocorrência desta está relacionada com exposição a diversos fatores de risco. Este estudo observou possíveis variáveis que poderiam ser fatores de risco para o câncer de mama em 18 mulheres diagnosticadas com essa neoplasia em um Hospital Oncológico em Belém-Pará, utilizando abordagem observacional, descritiva e prospectiva. Os dados foram coletados durante cinco meses, através de um questionário acerca de aspectos sócio demográficos, hábitos de vida, características reprodutivas e antecedentes familiares de câncer de mama. A média de idade ao diagnóstico foi 49 anos (± 10,74, sendo que 44,4% estavam na faixa etária de 41 a 50 anos, 61,1% eram procedentes da Região Metropolitana de Belém e 50% tinham ensino médio. Encontrava-se em sobrepeso 44,4% das entrevistadas e 38,9% eram obesas. Observou-se que 5,6% tiveram menarca em idade inferior a 12 anos e 11,1% entraram em menopausa depois dos 50 anos. Apenas 5,6% das pacientes tiveram a primeira gestação após os 30 anos. Houve casos de aborto em 33,3% das pacientes. Todas as pacientes amamentaram, sendo que 11,1% o fizeram por menos de seis meses. Das pacientes entrevistadas, 61,1% utilizaram contraceptivos orais. Apenas 5,6% delas possuíam historia familiar de neoplasia de mama. Dessa forma, a idade avançada e a massa corpórea acima do ideal foram as variáveis com maior frequência, o que demonstra a necessidade de conhecer os fatores de risco de forma regional, para contribuir com a prevenção e diagnóstico precoce dessa neoplasia.

  12. Mulheres da Norô

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Flavia Liberman

    Full Text Available O projeto Cartografias femininas: ações territoriais junto às mulheres da região noroeste de Santos realiza diferentes ações em uma região que apresenta vulnerabilidade social e ambiental na cidade de Santos. Envolvendo docentes e estudantes de diferentes cursos de graduação da área da saúde da Universidade Federal de São Paulo, campus Baixada Santista, teve como resultado uma Exposição Fotográfica itinerante cujas imagens explicitam um processo de construção de vínculos com as participantes. A fotógrafa Nice Gonçalvez, do Instituto Arte no Dique, acompanhou e fotografou momentos desta experiência, oferecendo-nos um material delicado que retrata seus rostos, corpos, detalhes e expressividades. Esta exposição ofereceu, às mulheres, uma oportunidade de reconhecerem-se como protagonistas ativas e fortes em todo o processo, tornando-as visíveis para além das fronteiras de suas casas, de seu bairro ou, mesmo, de sua região.

  13. Representação social da violência sexual e sua relação com a adesão ao protocolo de quimioprofilaxia do HIV em mulheres jovens e adolescentes

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ericka Viviane Pontes Procópio

    2014-06-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi conhecer as representações sociais da violência sexual e sua relação com a adesão do protocolo da quimioprofilaxia do HIV em mulheres jovens e adolescentes. Realizou-se uma pesquisa qualitativa, orientada pela teoria das representações sociais, através de entrevista gravada com 13 mulheres, com idades entre 12 e 23 anos. No grupo, observou-se que as representações sociais construídas acerca da violência sexual exerceram uma considerável influência na adesão ao tratamento quimioprofilático. As pesquisadas elaboraram imagens nas quais as preocupações geradas à família, desconfortos causados pelos efeitos dos fármacos, a mudança de rotina, o medo de adoecer, de ser estigmatizada, ansiedade e raiva, apareceram como elementos constantes, podendo acarretar o abandono do tratamento. Considerando a influência dessas representações no tratamento, verifica-se a necessidade de uma maior atenção dos serviços de saúde com relação a estas possibilidades, dispondo de recursos para planejar sua assistência com base nestas diferentes necessidades. É preciso que, além do investimento em pesquisas com novos fármacos, exista um investimento em pesquisas qualitativas, que forneçam subsídios para um acompanhamento mais apropriado das pacientes.

  14. Depressão em mulheres climatéricas: análise de mulheres atendidas ambulatorialmente em um hospital universitário no Maranhão Depression in climacteric women: analysis of a sample receiving care at a university hospital in Maranhão, Brazil

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Mari-Nilva Maia da Silva

    2008-08-01

    Full Text Available Introdução: O climatério, período de transição entre a fase reprodutiva e não-reprodutiva, ocasiona mudanças biopsicossociais nas mulheres que o vivenciam. A associação entre a maior prevalência de depressão nesse período é, no entanto, ainda controversa. O objetivo deste estudo foi avaliar a prevalência de depressão em mulheres climatéricas atendidas em um hospital universitário numa cidade da Região Nordeste do Brasil e identificar fatores associados. Método: Foi realizado um estudo prospectivo e analítico de 70 mulheres climatéricas. O diagnóstico de depressão foi dado segundo critérios diagnósticos da Classificação Internacional de Doenças em um período de seguimento mínimo de 3 meses. Foram investigadas as seguintes variáveis: escolaridade, situação conjugal, renda pessoal, gravidade da depressão segundo escala de Hamilton, presença e intensidade de sintomas climatéricos, menopausa (natural ou cirúrgica, dependência econômica do parceiro, antecedentes familiares de depressão, história prévia de depressão pós-parto, episódios depressivos e transtorno disfórico pré-menstrual, alterações da função sexual e visão positiva ou negativa da menopausa. Resultados: Um percentual de 34,3% das pacientes apresentou depressão, sendo 70,8% destas na categoria leve da escala de Hamilton. Não houve associação estatisticamente significante entre variáveis socioeconômicas, diminuição da libido e antecedentes familiares de depressão com a presença de depressão. Houve associação entre a presença de depressão e pacientes com sintomas vasomotores (p = 0,03, insônia (p Introduction: The climacteric is a transition period between reproductive and non-reproductive ages that leads to biopsychossocial changes in women who experience it. However, association between a larger prevalence of depression in this period is still controversial. The objective of this study was to assess the prevalence of

  15. Comparações de medidas de qualidade de vida entre mulheres e homens em hemodiálise Comparisons of quality of life measures between women and men on hemodialysis

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Gildete Barreto Lopes

    2007-01-01

    Full Text Available OBJETIVO: Comparar homens e mulheres, tratados cronicamente por hemodiálise, quanto a escores de qualidade de vida relacionada com saúde (QVRS e avaliar potenciais influências da idade e comorbidades. MÉTODOS: Corte transversal dos dados da linha de base de 254 mulheres e 349 homens participantes do estudo PROHEMO, sendo desenvolvido em unidades de diálise de Salvador. Utilizando a versão do Kidney Disease Quality of Life Short Form (KDQOL-SF, validada para a população brasileira, foram determinados os escores das escalas: sumário do componente físico [PCS], sumário do componente mental [MCS] e sintomas/problemas relacionados à doença renal. Os escores do PCS e MCS foram determinados utilizando as oito escalas genéricas do KDQOL-SF. Regressão linear múltipla foi usada para estimar diferenças de escores (DE entre homens e mulheres, ajustadas para idade, anos em hemodiálise, insuficiência cardíaca, doença cerebrovascular, diabetes, doença arterial periférica e níveis séricos de hemoglobina e albumina. RESULTADOS: Médias de idade de mulheres e homens foram, respectivamente, 48,1±14,1 e 49,4±14,0 anos. As mulheres apresentaram menores escores em todas as escalas genéricas de QVRS. Apresentaram também médias significantemente menores (POBJECTIVE: To compare men and women on chronic hemodialysis in relation to their scores in health-related quality of life (HRQOL and evaluate the potential influence of age and comorbidities on the comparison. METHODS: Cross-section of the baseline data of 254 women and 349 men, participants of the PROHEMO Study that has been developed in dialysis units of Salvador. By using the version of the Kidney Disease Quality of Life Short Form KDQOL-SF, validated for the Brazilian population, the following scores were determined: physical component summary (PCS, mental component summary [MCS] and the scale for symptoms/problems related to renal disease. The PCS and MCS scores were derived from the

  16. A dor torácica em mulheres no atendimento de emergência: conduta e evolução Chest pain in women in the emergency room: management and evolution

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Janice Jardim Santos

    2005-02-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o diagnóstico de dor torácica em mulheres atendidas em um serviço de emergência em relação à evolução clínica, descrevendo sua influência sobre o manejo terapêutico, quando comparadas aos homens. MÉTODOS: Estudo de coorte contemporâneo, comparando 67 pacientes entre 50 e 65 anos (35 mulheres e 32 homens atendidos de forma consecutiva por dor torácica na sala de emergência (SE e acompanhados por 120 dias. Os desfechos avaliados foram: diagnóstico de infarto agudo do miocárdio (IAM, angina instável (AI, angina estável (AE, isquemia cerebral, cirurgia de revascularização miocárdica (CRM, angioplastia (ACTP, morte e hospitalizações. RESULTADOS: Na SE, não houve diferença significativa relacionada ao sexo quanto aos exames realizados para diagnóstico da dor torácica; entretanto, proporcionalmente, as mulheres receberam menos medicação cardiológica e mais tranqüilizantes. Ao término do atendimento na SE, as mulheres foram significativamente menos hospitalizadas (p=0,02. Na evolução clínica posterior, não houve diferença entre os dois sexos quanto à ocorrência de IAM, AI, AE, isquemia cerebral, CRM, ACTP e morte. CONCLUSÃO: Comparando a acurácia diagnóstica da dor torácica na SE entre mulheres e homens, não houve diferença significativa quanto ao número de exames realizados, mas a hospitalização foi menos indicada e o manejo terapêutico cardiológico foi menos intenso entre o sexo feminino. A evolução clínica evidenciou incidência igual de desfechos entre os dois sexos, o que sinaliza para a necessidade de atenção ao sintoma dor torácica independentemente do sexo.OBJECTIVE: To evaluate the diagnosis of chest pain in women receiving medical care in the emergency room in relation to follow-up, as well as describing its influence on the therapeutic management when compared to men. METHODS: A current cohort study compared 67 patients of ages ranging from 50 to 65 years (35 women

  17. Aspectos históricos do feminino e do maternal e a infecção pelo HIV em mulheres Historical aspects, maternity and HIV infection in women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Fernanda Torres de Carvalho

    2008-12-01

    Full Text Available O presente artigo teve por objetivo examinar aspectos históricos ligados ao feminino e ao maternal, buscando ampliar a compreensão sobre a maternidade no contexto da infecção pelo HIV/aids. Apresenta-se uma revisão do papel da mulher ao longo da história, demonstrando a dissociação histórica do feminino dividido entre a mãe, digna de respeito e consideração, e a prostituta, marginalizada e desrespeitada. Nesse contexto, discutem-se as doenças sexualmente transmissíveis e as reações sociais diante destas infecções em mulheres e, em especial, a questão da maternidade no contexto de HIV/aids. Destaca-se a presença de crenças sociais historicamente construídas a respeito dos comportamentos femininos como fatores que dificultam a efetiva prevenção de DST/HIV/aids em mulheres, o que indica a necessidade de reflexão quanto às estratégias de prevenção e assistência.The aim of this article was to examine historical aspects related to the feminine and to being a mother for deepening the comprehension of motherhood in the context of HIV/Aids infection. We reviewed the traditional role of the woman in society, showing the historical division between the mother, deserving respect and consideration, and the prostitute, marginalized and not worth of respect. In this context, we discuss the sexually transmitted diseases and the social reactions toward these infections in women, especially as refers to motherhood in the context of HIV/Aids infection. The paper emphasizes the presence of socially constructed beliefs about women's behaviors as a factor hampering an effective prevention of STD/HIV/AIDS in women and the great need for reflecting about the strategies for prevention and care.

  18. Efeitos da terapia manual sobre a dor em mulheres com fibromialgia: uma revisão de literatura = Effects of manual therapy on pain in women with fibromyalgia: a literature review

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Ziani, Marciele Monzon

    2017-01-01

    Full Text Available Objetivo: Avaliar, através de uma revisão de literatura, os efeitos da terapia manual sobre a dor em mulheres com fibromialgia (FM. Materiais e Métodos: Trata-se de uma revisão integrativa, realizada nas bases de dados Pubmed, Lilacs, PEDro e Scielo, selecionando ensaios clínicos ou estudos quase experimental, nos idiomas português, inglês e espanhol, que objetivassem avaliar os efeitos da terapia manual sobre a dor em mulheres com FM. As palavras-chave e os operadores boleanos utilizados foram: “Musculoskeletal Manipulations OR manual therapy AND Fibromyalgia”. Resultados: De um total de 133 artigos encontrados, 9 deles foram selecionados para inclusão final no presente estudo. Desses, grande parte (55,5% dos estudos foram realizados no continente Europeu e apenas um foi conduzido na população brasileira. O tamanho amostral dos artigos variou de 12 a 86 indivíduos entre cada grupo estudado, sendo que 8 (88,8% deles utilizaram os critérios do Colégio Americano de Reumatologia para diagnóstico clínico da FM. As técnicas mais utilizadas foram à liberação miofascial (33,3%, a massagem de tecido conjuntivo (22,2% e a drenagem linfática manual (22,2%, sendo que a duração total do tratamento oscilou entre 3 e 20 semanas. Todos os estudos verificaram melhora da dor através das técnicas de terapia manual, com efeitos positivos também sobre os sintomas de ansiedade, sono, função física e qualidade de vida. Conclusão: Os achados da presente revisão demonstram que as técnicas de terapia manual parecem benéficas para o tratamento da dor em mulheres portadoras de FM

  19. Atividade Enzimática da 21-Hidroxilase e da 3b-Hidroxiesteróide Desidrogenase em Mulheres Hirsutas com e sem Anovulação Crônica

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lima Marco Fábio Prata

    2000-01-01

    Full Text Available Objetivos: testar a atividade supra-renal por meio de um estímulo potente sobre sua camada reticular com o intuito de aferir a atividade da 3b-hidroxiesteróide desidrogenase (3beta-HSD e da 21-hidroxilase (21OH. Métodos: concentrações plasmáticas de 17alfaOH-pregnenolona, 17alfaOH-progesterona, cortisol, progesterona, androstenediona, deidroepiandrosterona (DHEA, sulfato de deidroepiandrosterona (SDHEA e testosterona livre foram determinadas em 39 mulheres, sendo 13 normais (2 utilizadas como piloto e 26 com hirsutismo idiopático nos tempos 0, 12 e 24 horas após injeção de ACTH-depot. Resultados: entre as mulheres hirsutas, identificamos respostas que permitem indicar qualquer bloqueio nas diversas etapas da esteroidogênese, conduzindo ao diagnóstico de função supra-renal diminuída em graus leve/moderado. As concentrações de 17aOH-pregnenolona partiram de 2,0 para 24,6 ng/ml, as de cortisol aumentaram de 2,1 para 45,3 e 38,4mig/dL, as de 17alfaOH-progesterona sofreram incremento de 50,7 para 346 e 218 ng/dL e os níveis de progesterona se elevaram de 0,3 para 4,4 e 2,2 ng/ml. Entre os hormônios da camada reticular verificamos aumento do SDHEA de 274,7 para 495,5 e 505,8 ng/dL, os de androstenediona de 1,1 para 4,0 e 4,5 ng/mL, os de testosterona livre de 1,3 para 1,8 e 2,7 pg/mL e os de DHEA de 2,4 para 4,7 e 8,5 ng/mL. Na avaliação individualizada uma paciente revelou defeito de 3beta-HSD e duas outras, provável defeito de 21OH. Conclusões: estes achados sugerem que o teste com ACTH-depot pode ser utilizado para excluir a supra-renal como possível fonte hiperandrogênica em mulheres com hirsutismo, com ou sem anovulação crônica.

  20. Avaliação da síndrome da dor patelofemoral em mulheres - doi:10.5020/18061230.2011.p5

    OpenAIRE

    Altair Argentino Pereira Júnior; Walter Celso de Lima

    2012-01-01

    Objetivo: Avaliar mulheres com diagnóstico de síndrome da dor patelofemoral (SDPF). Métodos: Estudo de caráter descritivo realizado com 40 mulheres na faixa etária entre 18 a 40 anos, com diagnóstico médico definido de SDPF. Realizou-se a verificação da função do joelho através da escala de Lysholm; avaliação cinético-funcional e radiológica; determinação do índice de massa corporal (IMC) e investigação do nível de atividade física pelo Questionário Internacional de Atividade Física. Re...

  1. A PERPETUAÇÃO DA TESE “LEGÍTIMA DEFESA DA HONRA” EM CASOS DE VIOLÊNCIA CONTRA MULHER NO ESTADO DE SÃO PAULO

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Raphael Allan de Oliveira Soares

    2017-05-01

    Full Text Available O artigo tem por objetivo caracterizar a tese “legítima defesa da honra” utilizada em casos de violência contra a mulher, verificar como tal tese tem aparecido nos tribunais do Estado de São Paulo, e principalmente verificar como o Poder Judiciário estadual tem lidado com uma tese enraizada no machismo. Baseando-se em pesquisa literária e pesquisa de jurisprudências no site do Tribunal de Justiça de São Paulo, conclui-se que tal argumento ainda hoje se faz presente nos tribunais paulistas, e que em poucos casos o judiciário se mostra tão machista quanto a tese apresentada pela defesa. Tal conclusão pode nos mostrar o caráter machista, ainda que em declínio, do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo.

  2. Violência doméstica e familiar contra a mulher: estudo de casos e controles com vítimas atendidas em serviços de urgência e emergência

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Leila Posenato Garcia

    2016-01-01

    Full Text Available O objetivo deste estudo foi identificar fatores associados ao atendimento por violência doméstica e familiar entre vítimas atendidas em serviços de urgência e emergência no Brasil. Realizou-se estudo de casos e controles baseado no Sistema de Vigilância de Violências e Acidentes (VIVA, 2011. Foram selecionadas mulheres com 18 anos ou mais de idade, vítimas de violência doméstica e familiar (casos em comparação com aquelas vítimas de acidentes (controles. As razões de chances ajustadas foram estimadas por regressão logística não condicional. Foram incluídos 623 casos e 10.120 controles. Na análise ajustada, foram fatores de risco: idade mais jovem (18-29 anos, baixa escolaridade, não exercer atividade remunerada, consumo de bebida alcoólica, procura de atendimento em outro serviço, ocorrência em final de semana e durante a noite ou madrugada. A violência doméstica e familiar teve o consumo de bebida alcoólica como fator fortemente associado. Os dias e horas de maior ocorrência evidenciam a necessidade de adequação dos serviços de atendimento às vítimas.

  3. Feminismo em movimento: temas e processos organizativos da Marcha Mundial das Mulheres no Fórum Social Mundial Feminism in motion: issues and organising processes of the World March of Women in the World Social Forum

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Miriam Nobre

    2003-12-01

    Full Text Available O texto apresenta uma comparação entre o surgimento e desenvolvimento do processo Fórum Social Mundial e a Marcha Mundial das Mulheres no Brasil. O Fórum teve uma enorme contribuição para historicizar a globalização capitalista e mudar os termos do debate, e o movimento de mulheres tem sua trajetória imersa neste contexto, assim como o feminismo tem um grande potencial para desnaturalizar o discurso sobre a globalização e a economia neoliberal. O texto também mostra as relações construídas entre os movimentos sociais e suas agendas em comum que vêm se expressando no conjunto das ações do movimento antiglobalização.The text presents a comparisson among the raising and development of the World Social Forum and of the World March of Women in Brazil. The Forum has had an enormous contribution to historicize the capitalist globalization and to change the terms of the debate, and the women's movement has its trajectory embeded in this context, as well as the great potential that feminism has to denaturalize the mainstream vision on globalization and neoliberal economy. The text also presents the relation built among the movements and their common agendas that has being expressed in the framework of the anti-globalization movement actions.

  4. Construção e validação de tarefa de Stroop Emocional para avaliação de viés de atenção em mulheres com Transtorno de Ansiedade Generalizada

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Débora Cristina Fava

    2009-08-01

    Full Text Available O viés de atenção para estímulos percebidos como ameaçadores pode estar envolvido na causa ou manutenção de transtornos de ansiedade. O objetivo deste estudo foi construir e testar uma tarefa de Stroop Emocional para avaliar a existência de um viés para palavras ameaçadoras em mulheres com Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG. Participaram 22 mulheres, sendo 12 diagnosticadas com TAG e 10 controles emparelhados. Palavras ansiogênicas e palavras-controle foram selecionadas do banco de palavras ANEW, a lista final foi selecionada por 6 psicoterapeutas experientes. Os participantes demonstraram viés de atenção para palavras ansiogênicas, sem haver diferença entre os dois grupos. A tarefa de Stroop desenvolvida foi suficientemente sensível para detectar o viés de atenção para estímulos percebidos como ameaçadores e pode ser útil para avaliar intervenções clínicas no futuro.

  5. Consumo de bebida alcoólica e adiposidade abdominal em doadores de sangue Consumo de bebida alcohólica y adiposidad abdominal en donadores de sangre Alcohol consumption and abdominal fat in blood donors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Márcia Gonçalves Ferreira

    2008-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Analisar a associação entre o consumo de bebidas alcoólicas e adiposidade abdominal. MÉTODOS: Estudo transversal com uma amostra de homens doadores de sangue (N=1.235, de 20 a 59 anos, em Cuiabá (MT, realizado de agosto/1999 a janeiro/2000. Os indicadores de adiposidade abdominal foram circunferência da cintura e relação cintura/quadril, ajustados pela adiposidade total. As medidas aferidas foram: peso, estatura, circunferências da cintura e do quadril. O consumo de álcool foi avaliado utilizando-se um questionário sobre tipo, freqüência e quantidade da bebida consumida. A associação entre o consumo de álcool e adiposidade abdominal foi analisada por regressão linear múltipla, com os modelos ajustados para idade, atividade física, tabagismo e adiposidade total. RESULTADOS: Após ajuste, a circunferência da cintura e a relação cintura quadril mantiveram-se associadas positivamente ao consumo de cerveja (p=0,02 e ao total de álcool consumido (p=0,01 e 0,03, respectivamente. O consumo de aguardente mostrou associação somente com a circunferência da cintura (p=0,04. CONCLUSÕES: O consumo de álcool, particularmente de cerveja, associou-se com a localização abdominal de gordura.OBJETIVO: Analizar la asociación entre el consumo de bebidas alcohólica y adiposidad abdominal. MÉTODOS: Se efectuó estudio transversal con una muestra de hombres donadores de sangre (N= 1.235, de 20 a 59 años, en Cuiabá (Centro-Oeste de Brasil, realizado de agosto/1999 a enero/2000. Los indicadores de adiposidad abdominal fueron circunferencia de la cintura y relación cintura/cuadril, ajustadas por la adiposidad total. Las medidas verificables fueron: peso, estatura, circunferencias de la cintura y del cuadril. El consumo de alcohol fue evaluado utilizándose un cuestionario sobre tipo, frecuencia y cantidad de la bebida consumida. La asociación entre el consumo de alcohol y adiposidad abdominal fue analizada por regresi

  6. Diferenças entre homens e mulheres na qualidade da dieta: estudo de base populacional em Campinas, São Paulo

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Daniela de Assumpção

    Full Text Available Resumo Objetivou-se avaliar as diferenças entre homens e mulheres no indicador global e nos componentes do Índice de Qualidade da Dieta Revisado (IQD-R, bem como quanto aos fatores associados ao IQD-R. Trata-se de estudo transversal de base populacional que analisou informações de 949 adultos. Para cada sexo, foram estimadas as médias do IQD-R global e de seus componentes. As mulheres apresentaram escores superiores nos componentes de frutas, vegetais e leite; entre os homens, o escore foi maior apenas para o componente carnes e ovos. Quanto aos fatores associados, diferença importante foi observada entre os sexos. Nos homens melhores índices foram observados nos de 40 anos ou mais e nos que não faziam nada para emagrecer. Nas mulheres, o avanço da idade, a prática de atividade física no lazer, não fumar, residir com menos de três pessoas no domicílio e a presença de doença crônica foram associados à melhor qualidade da dieta. Os resultados apontam a necessidade de desenvolver estratégias para melhorar a qualidade da alimentação dos adultos, especialmente a dos homens.

  7. ValidaÃÃo da versÃo em portuguÃs brasileiro da ferramenta de triagem de sintomas prÃ-menstruais e associaÃÃo entre sintomas disfÃricos prÃ-menstruais, temperamentos afetivos e qualidade de vida em uma amostra de mulheres brasileiras

    OpenAIRE

    2016-01-01

    O Transtorno DisfÃrico PrÃ-Menstrual (TDPM) afeta aproximadamente trÃs a oito por cento das mulheres em idade fÃrtil. Tal quadro à caracterizado por uma mirÃade de manifestaÃÃes psicolÃgicas (tristeza, irritabilidade, choro fÃcil, etc.) e fÃsicas (dores nas articulaÃÃes, inchaÃo, sensibilidade mamÃria etc.). O TDPM gera enorme sofrimento a mulheres que apresentam esse quadro, acarretando disfunÃÃo no trabalho, nas relaÃÃes interpessoais e prejuÃzo na qualidade de vida. A sintomatologia à cÃcl...

  8. Síndrome metabólica em mulheres na pós-menopausa tratadas de câncer de mama Metabolic syndrome in postmenopausal breast cancer survivors

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Eliana Aguiar Petri Nahas

    2012-12-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a ocorrência de síndrome metabólica (SM em mulheres na pós-menopausa tratadas de câncer de mama. MÉTODOS: Estudo clínico, transversal, com 158 mulheres na pós-menopausa (amenorreia >12 meses e idade ≥45 anos tratadas de câncer de mama e livres de doença há pelo menos cinco anos. Por meio de entrevista foram coletados dados clínicos e avaliados o índice de massa corpórea (IMC e a circunferência da cintura (CC. Na análise bioquímica foram solicitadas dosagens de colesterol total (CT, HDL, LDL, triglicerídeos (TG, glicemia, insulina e proteína C-reativa (PCR. Foram consideradas com SM as mulheres que apresentaram três ou mais critérios diagnósticos: CC>88 cm; TG≥150 mg/dL; HDL colesterol 88 cm afetando 54,4% (86/158 das mulheres. As pacientes sem SM tiveram maior tempo de seguimento quando comparadas àquelas com SM (pPURPOSE: To assess the occurrence of metabolic syndrome (MetS in postmenopausal breast cancer survivors. METHODS: A total of 158 breast cancer survivors were included in this cross-sectional study. Eligibility criteria were: women with amenorrhea >12 months and age ≥45 years, treated for breast cancer and no metastasis for at least five years. Clinical history and anthropometric indicator data (body mass index (BMI, and waist circumference, (WC were collected. Biochemical parameters, including total cholesterol, HDL, LDL, triglycerides (TG, glucose and C-reactive protein (CRP, were measured. MetS was diagnosed as the presence of at least three of the following diagnostic criteria: WC>88 cm, blood pressure≥130/85 mmHg, triglycerides≥150 mg/dl, HDL 88 cm, affecting 54.4% (86/158 of the women. The patients without MetS had a longer follow-up compared those with MetS (p0.05. CONCLUSION: Postmenopausal breast cancer survivors had a higher risk of developing metabolic syndrome and central obesity.

  9. Violência contra a mulher: estudo em uma unidade de atenção primária à saúde Violence against women: a study in a primary healthcare unit

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Lilia Blima Schraiber

    2002-08-01

    Full Text Available OBJETIVO: É escasso o conhecimento sobre a ocorrência de violência contra a mulher no contexto brasileiro. A questão raramente aparece nos diagnósticos e nas condutas realizados nos serviços de saúde, apesar da magnitude e das importantes repercussões dessa forma de violência nas condições de saúde da população. Buscou-se encontrar casos de violência contra a mulher, identificando a natureza do ato perpetrado, a qualidade/gravidade da violência e a relação do(a agressor(a com a mulher. MÉTODOS: O estudo foi realizado no Município de São Paulo, entre usuárias de uma unidade básica de saúde, durante dois meses, em 1998. A busca ativa de casos de violência e sua freqüência foi realizada mediante entrevista padronizada, aplicada a todas as mulheres de 15 a 49 anos que foram atendidas no período da pesquisa. Foram entrevistadas 322 mulheres. RESULTADOS: Ao todo, 143 usuárias (44,4%; IC95%=38,9-49,8% relataram pelo menos um episódio de violência física na vida adulta, sendo que, em 110 casos, o ato de violência partiu de companheiros ou familiares (34,1%; IC95%=28,9-39,3%. Relataram a ocorrência de pelo menos um episódio de violência sexual na vida adulta 37 mulheres (11,5%; IC95%=8,0-14,9%; em 23 casos, os autores da ação eram companheiros ou familiares (7,1%; IC95%=4,3-9,9%. CONCLUSÕES: Assim como já demonstrado em outros países, a violência física e sexual teve alta magnitude entre as mulheres usuárias dos serviços básicos de saúde. Os companheiros e familiares são os principais perpetradores, e os casos são, em sua maioria, severos e repetitivos.OBJECTIVES: There is scarce information on violence against women in the Brazilian society. This fact is rarely reported in medical records as part of the diagnosis and case management, despite evidence showing the significant impact of violence on the population's health. The study aim was to estimate the occurrence of violence against women, and to

  10. CÂNCER DE COLO DO ÚTERO, GENOTIPAGEM DO PAPILOMA VÍRUS HUMANO (HPV) EM MULHERES QUILOMBOLAS DE UM MUNICÍPIO BRASILEIRO: ACEITABILIDADE DA VACINA

    OpenAIRE

    Dias, Isadora Clarissa Cordeiro; Universidade Federal do Maranhão - UFMA; Nascime, Maria do Desterro Soares Brandão; Batista,José Eduardo; Vidal, Flávia Castello Branco; Silva, Dulcelena Ferreira; Silva,Marcos Antonio Custódio Neto da; Frazão, Fabíola Nassar Sousa; Nascimento, Anna Cyntia Brandão; Bezerra,Geusa Felipa de Barros; Muniz Filho,Walbert Edson; Viana,Graça Maria de Castro

    2014-01-01

    O câncer de colo uterino é o segundo câncer feminino mais comum no Brasil. O papilomavírus humano (HPV) é causa necessária para seu desenvolvimento. A vacina surge como uma arma contra a infecção por HPV e, consequentemente, contra o câncer. Mas existem mais de 100 genótipos diferentes de HPV, que são divididos em baixo risco e alto risco, de acordo com o potencial oncogênico. Analisam-se os aspectos epidemiológicos e biomoleculares da infecção por HPV na mucosa genital de mulheres qui-lombol...

  11. Estudo comparativo da função do assoalho pélvico em mulheres continentes e incontinentes na pós menopausa Comparative study of pelvic floor function in continent and incontinent postmenopausal women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Cláudia E. C. Souza

    2009-12-01

    Full Text Available CONTEXTUALIZAÇÃO: A incontinência urinária (IU é de causa multifatorial, sendo atribuída, em parte, à fraqueza da musculatura do assoalho pélvico. Apesar de ser subestimada por muitas mulheres, a avaliação funcional do assoalho pélvico (AFA pode contribuir para um correto diagnóstico e terapêutica adequada. OBJETIVOS: Comparar a função muscular do assoalho pélvico em mulheres continentes e incontinentes na pós menopausa como fator diagnóstico no tratamento da IU. MÉTODOS: A partir da investigação dos sintomas urinários, 153 mulheres (idade X=66,7±5,4 foram separadas em dois grupos (G1 incontinentes e G2 assintomáticas. Após análise dos critérios de inclusão, as mulheres foram submetidas à AFA por meio da palpação bidigital (classificação de Contreras Ortis, 1994 e à quantificação da pressão de contração perineal por meio do perineômetro (PERINA 996-2® QUARK. RESULTADOS: Observou-se prevalência de IU (54,9% na amostra estudada, sendo a incontinência urinária de esforço (IUE (41,7% o tipo mais presente. Em relação aos sintomas urinários, como a frequência miccional diurna (p=0,004 e noturna (p=0,02, o grupo G1 apresentou um valor significativamente mais alto. A AFA mostrou resultados similares durante a palpação e o perineômetro, com diferenças significativas (pBACKGROUND: Urinary incontinence (UI is multifactorial and attributed, in part, to weakness of the pelvic floor muscles. Despite being underestimated by many women, a functional pelvic floor assessment (FPA may contribute to a correct diagnosis and appropriate treatment. OBJECTIVES: To compare the function of pelvic floor muscles in continent and incontinent postmenopausal women as a diagnostic factor in UI treatment. METHODS: Based on the investigation of urinary symptoms, 153 women (age X=66.7±5.4 were divided into two groups (G1-incontinent and G2-continent. After analysis of the inclusion criteria, the women were submitted to FPA by

  12. Efeito da estimulação elétrica de alta voltagem catódica sobre a dor em mulheres com DTM Effect of cathodal high-voltage electrical stimulation on pain in women with TMD

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Natalia C. M. C. Gomes

    2012-02-01

    Full Text Available CONTEXTUALIZAÇÃO: A dor é o principal sintoma dos pacientes com disfunção temporomandibular (DTM. OBJETIVO: Avaliar o efeito da estimulação elétrica de alta voltagem catódica (EEAV sobre a intensidade da dor em mulheres com DTM. MÉTODOS: Participaram do estudo 20 mulheres (24,25±8,90 anos com DTM, divididas em grupo experimental (GE n=10, no qual as mulheres receberam dez aplicações de EEAV, e grupo placebo (GP n=10, no qual foi aplicada a EEAV, porém com o aparelho desligado. Para seleção da amostra, utilizou-se o critério de diagnóstico em pesquisa para DTM (RDC/TMD e, para avaliação da dor, utilizou-se a Escala Visual Analógica (EVA aplicada antes do início do tratamento (pré-tratamento e após a décima aplicação da EEAV (pós-tratamento. Os dados foram analisados pelos testes Wilcoxon das ordens assinaladas e Mann-Whitney. RESULTADOS: As dez aplicações de EEAV promoveram redução da intensidade da dor no GE (p=0,01; no GP, não se observou diferença significativa (p=0,20. Comparando-se os grupos após a aplicação da EEAV, não se notou diferença (p=0,65. CONCLUSÃO: A EEAV catódica é efetiva para redução da dor em mulheres com DTM. Registro de Ensaio Clinico RBR-4bk94x.BACKGROUND: Pain is the main symptom of patients with temporomandibular disorder (TMD. OBJECTIVE: To evaluate the effect of cathodal high-voltage electrical stimulation (HVES on pain intensity in women with TMD. METHODS: Twenty women with TMD (24.25±8.90 years old participated in the study. They were divided into experimental group (EG, n=10, which received 10 applications of HVES, and placebo group (PG, n=10, which received sham treatment with disconnected HVES equipment. For the sample selection, we used the Research Diagnostic Criteria for Temporomandibular Disorder (RDC/TMD. Pain level was evaluated using a visual analog scale (VAS applied prior to and after the tenth application of HVES. Data were analyzed using the Wilcoxon signed

  13. A prática de exercícios físicos é um fator modificável da incontinência urinária de urgência em mulheres idosas

    OpenAIRE

    Janeisa Franck Virtuoso; Giovana Zapellon Mazo

    2013-01-01

    INTRODUÇÃO: A literatura aponta que alguns fatores de risco para incontinência urinária podem ser modificados por um estilo de vida saudável; no entanto, pouco se conhece sobre os fatores associados à incontinência urinária de urgência (IUU), cuja prevalência aumenta com a idade. OBJETIVO: Analisar os fatores de risco modificáveis da IUU em mulheres idosas. MÉTODOS: A amostra foi composta por 200 idosas (60 anos ou mais) com média de idade de 69,06 ± 6,26 anos. Foram identificadas a presença ...

  14. Efeitos metabólicos e nutricionais da suplementação proteica em mulheres com reganho de peso após 24 meses de cirurgia bariátrica : um ensaio clínico randomizado

    OpenAIRE

    GOMES, Daniela Lopes

    2015-01-01

    Introdução: É comum o reganho de peso após 24 meses de gastroplastia redutora em Y-de-Roux (GRYR), com ingestão insuficiente de proteína, associada a perda de massa livre de gordura (MLG) e redução no Gasto Energético de Repouso (GER). Porém, ainda não existe consenso sobre a melhor conduta dietoterápica para estes pacientes. O objetivo deste estudo foi avaliar aspectos nutricionais e metabólicos de mulheres com reganho de peso após 24 meses de GRYR e sem uso de suplementação proteica. A tese...

  15. Morbidades e fatores associados em mulheres climatéricas: estudo de base populacional em mulheres com 11 anos ou mais de escolaridade Morbidity and associated factors in climacteric women: a population based study in women with 11 or more years of formal education

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Vanessa de Souza Santos Machado

    2012-05-01

    Full Text Available OBJETIVO: Avaliar os fatores associados a algumas morbidades em mulheres brasileiras de 40 a 65 anos e com 11 anos ou mais de escolaridade. MÉTODOS: Análise secundária de estudo transversal de base populacional, empregando-se um questionário anônimo e autorrespondido por 377 mulheres. Foram avaliadas, com o uso deste instrumento, algumas morbidades (hipertensão, diabetes, insônia e depressão e fatores sociodemográficos, comportamentais, clínicos e reprodutivos. A associação entre as morbidades e as variáveis independentes foi avaliada por meio do teste do Χ2. Realizou-se a regressão logística múltipla com critério de seleção stepwise para selecionar os principais fatores associados a cada uma das morbidades. RESULTADOS: Na análise múltipla, a insônia esteve associada à autopercepção da saúde péssima/ruim (OR=2,3 e ao nervosismo (OR=5,1. O relato de depressão esteve associado à autopercepção da saúde péssima/ruim (OR=3,7 e ter lazer péssimo/ruim (OR=2,8. A hipertensão apresentou-se relacionada à obesidade (OR=3,1 e a estar na pós-menopausa (OR=2,6. Já diabetes, à idade acima de 50 anos (OR=3,9 e obesidade à (OR=12,5. CONCLUSÕES: A prevalência de morbidades foi alta e pior autopercepção da saúde e obesidade foram os principais fatores associados à presença de morbidades.PURPOSE: To evaluate factors associated with morbidities among Brazilian women aged 40-65 years and with 11 or more years of schooling. METHODS: A secondary analysis of a cross-sectional population-based study was conducted, using an anonymous self-report questionnaire completed by 377 women. Were evaluated, with this instrument, some morbidities (hypertension, diabetes, insomnia and depression and sociodemographic, behavioral, clinical and reproductive factors. The association between morbidities and independent variables was evaluated by the Χ2 test. Multiple logistic regression analysis with stepwise selection criteria was used to

  16. O papel exercido pela mulher nos estabelecimentos comerciais de um shopping center: um estudo comparativo com relação à atuação feminina no comércio de rua, em Tubarão

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marília Köenig

    2013-03-01

    Full Text Available Este artigo destaca os resultados obtidos no Projeto de Iniciação Científica da Faculdade Senac Tubarão 2012, cujo objetivo foi perceber o perfil das mulheres que trabalham nas lojas integrantes do shopping center local (Farol Shopping. Em um segundo momento, faz-se um comparativo entre a análise dos dados coletados na pesquisa de 2012 com os resultados obtidos no PIC Senac em 2011, no qual se investigou o papel da mulher que atua no comércio de rua do Centro de Tubarão. Para tanto, as diferenças existentes entre os dois tipos de comércio (shopping e comércio de rua serão apresentadas. Questões relativas às diferenças entre os gêneros feminino e masculino (culturais e no mercado de trabalho serão também abordadas no trabalho. Em seguida, será exposta a metodologia e os resultados alcançados: o perfil de gestoras e colaboradoras das lojas do shopping, bem como o comparativo com o estudo realizado no comércio de rua do Centro de Tubarão. No que tange à metodologia, o artigo apoia-se em pesquisa bibliográfica e na pesquisa-diagnóstico, realizada no Farol Shopping. Percebeu-se, nesse contingente, que as colaboradoras atuantes no shopping têm idades entre 20 e 25 anos, sendo mais jovens do que as que trabalham no comércio de rua referente à pesquisa de 2011. Dentre as gestoras, tal realidade se repete; elas estão na faixa etária de 20 a 30 anos, têm, em parte, escolaridade maior e menor tempo de atuação na área do que as gestoras das lojas de rua entrevistadas na pesquisa anterior.

  17. Hanseníase, exclusão e preconceito: histórias de vida de mulheres em Santa Catarina Hansen's disease, exclusion and prejudice: life histories of women at Santa Catarina State

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Patrícia Vieira Martins

    2010-06-01

    Full Text Available Este artigo consta de notas históricas sobre a hanseníase, desde a descoberta do bacilo até o tratamento realizado nos dias atuais. Busca analisar a percepção de algumas mulheres, ex-pacientes de hanseníase, moradoras do Hospital Santa Teresa, localizado em São Pedro de Alcântara, Santa Catarina, sobre o estigma, preconceito e exclusão que elas sofreram e ainda sofrem nos dias atuais. Utilizamos a história oral de três mulheres para a realização dessa pesquisa e constatamos como a consequência deste tratamento "excludente" ao longo dos anos construiu um certo repúdio em torno da doença. A busca e a afirmação da identidade do sujeito estigmatizado tornou-se uma constante. O modelo de aceitação social almejado e o fato de ser reconhecido como diferente e não discriminado é a grande questão.This article describes historical notes about leprosy, from the discovery of the bacillus to the treatment done today. In this text we try to analyze the perception of some women, former leprosy patients, residents of Santa Teresa Hospital, located in the city of São Pedro de Alcântara, Santa Catarina State, on the stigma, prejudice and exclusion they suffered and still suffer today. We used the oral history of three women for research purposes and we found as a result of this "excluding" treatment over the years, that it built some kind of rejection about the disease. The search and affirmation of the identity of the stigmatized subject has become a constant. The model of social acceptance and the fact of being recognized as different and not discriminated is the main issue.

  18. Relações da força muscular com indicadores de hipertrofia após 32 semanas de treinamento com pesos em mulheres na pós-menopausa

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Valéria Bonganha

    2010-06-01

    Full Text Available O objectivo do presente estudo foi avaliar o comportamento da força muscular e a participação dos indicadores de hipertrofia, nos ganhos de força após 32 semanas de treinamento com pesos (TP, prescrito por zona alvo de repetições máximas, em mulheres na pós-menopausa. Participaram desta pesquisa 14 mulheres saudáveis e não ativas fisicamente. O TP teve frequência semanal de três vezes, em dias alternados. A composição corporal foi mensurada pela técnica das dobras cutâneas. Os indicadores de hipertrofia foram representados pela massa magra total e regional: área muscular do braço (AMB e coxa (AMC. A força muscular foi avaliada pelo teste de uma repetição máxima nos exercícios leg press horizontal e rosca direta. Para análise estatística foi utilizado o teste de Friedman. Os resultados mostraram que a força muscular apresentou aumentos graduais e significantes durante a intervenção, que houve aumento da AMB e não houve diferença nos valores de AMC. A rosca direta mostrou forte associação com a AMB durante todos os momentos do estudo. Já o leg press pareceu estar mais efetivamente associado ao componente neural de ganhos de força, visto que a AMC não apresentou modificações significantes. Após 32 semanas de TP a força muscular aumentou significantemente, independentemente dos ganhos de massa magra.

  19. APTIDÃO FÍSICA FUNCIONAL E QUALIDADE DE VIDA EM MULHERES PRATICANTES DE HIDROGINÁSTICA E GINÁSIO COM MÁQUINAS HIDRÁULICAS

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Maria Trindade

    2015-04-01

    Full Text Available Como é do conhecimento comum, tal como outros seres vivos, também as mulheres passam por diversas alterações anatómicas, fisiológicas e psicológicas ao longo do seu desenvolvimento (Bonganha, Santos, Rocha, Chacon-Mikahil & Madruga, 2008. Há medida que a idade cronológica avança, a mudança corporal vai-se evidenciando, sobretudo devido à diminuição da massa livre de gordura, ao aumento da massa gorda, à diminuição da densidade mineral óssea (Callejon, Franceschini, Montes & Toloi, 2005 e à redução de algumas aptidões funcionais. Alguns autores referem que o envelhecimento acarreta uma perda de autonomia e de aptidão física, ocorrendo, assim, uma perda na capacidade funcional (Valle, 2007 citado por Pendergast, Fisher & Calkins, 1993. Por seu lado, Matuso, Matsudo e Neto (2000 acrescentam ainda que a perda da massa óssea e muscular, para além do envelhecimento, pode dever-se à inatividade física, pelo que o exercício físico é considerado benéfico na promoção e na manutenção da saúde. Objetivo: Estudar a relação entre a idade pós-menopausa, a aptidão física funcional e a qualidade de vida em mulheres praticantes de hidroginástica e ginásio com máquinas hidráulicas. Pretendemos ainda perceber se existem diferenças nas variáveis referidas em função do tipo de exercício praticado.

  20. Regulações do corpo e da parentalidade durante o pré-natal em mulheres jovens de camadas populares = Regulation of the body and parentality during the prenatal period in working-class young women

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Robles, Alfonsina Faya

    2015-01-01

    Full Text Available A partir de duas pesquisas etnográficas realizadas com mulheres jovens de camadas populares usuárias dos serviços de saúde pública, no Recife e no Rio de Janeiro, no artigo analisamos as relações destas com os profissionais e serviços de saúde de proximidade na construção de experiências da gravidez. Destacamos a maneira como os atendimentos do pré-natal têm se convertido em um dispositivo de regulação não somente de comportamentos e práticas corporais ligadas ao “cuidado de si” e do “outro a vir”, mas também das relações de parentalidade. Seguindo esse escopo, observamos quatro técnicas de regulação sanitária: a assignação à maternidade, a construção de um “projeto de criança”, a formação de “grupos de discussão” e a mobilização da categoria de “risco”. Em conclusão, relativizamos a força disciplinar do dispositivo para compreender como as experiências da gravidez são construídas pelas mulheres, bem como para enfatizar as mudanças nos regimes de regulação na área da saúde materno-infantil

  1. Morphological aspects of mural thrombi deposition residual lumen route in infrarenal abdominal aorta aneurisms Morfologia da deposição de trombos murais: trajeto da luz residual em aneurismas de aorta abdominal infra-renal

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Thiago Adriano Silva Guimarães

    2008-01-01

    Full Text Available PURPOSE: To assess the most frequent deposition site of mural thrombi in infrarenal abdominal aorta aneurisms, as well as the route of the residual lumen. METHODS: Assessment of CT scan images from 100 patients presenting asymptomatic abdominal aorta aneurism, and followed at HC-FMRP-USP. RESULTS: In 53% of the cases the mural thrombus was deposited on the anterior wall; from these, in 22%, the residual lumen described a predominantly right sided route; in 22%, a left sided route; on the mid line in 5%; and crossing over the mid line in 1%. In 23%, the deposition of thrombi was concentric. In 11% it occured on the posterior wall; from these, in 5%, the route of the residual anterior lumen was predominantly right sided; in 5%, left sided; and crossed over the mid line in 1%. In 13% complex morfological deposition patterns were found. CONCLUSION: Mural thrombi formation was predominantly found on the anterior wall of the aneurismatic mass, with the route of the residual lumen projecting towards the posterior wall.OBJETIVOS: Avaliar o local mais freqüente de deposição do trombo mural em aneurismas de aorta abdominal infrarenal, bem como o trajeto da luz residual. MÉTODOS: Avaliação de tomografias de 100 pacientes do HC-FMRP-USP apresentando aneurisma de aorta abdominal assintomático. RESULTADOS: O trombo mural se deposita na parede anterior em 53% dos casos, sendo que a luz residual posterior descreveu um trajeto predominantemente à direita em 22% dos casos, à esquerda em 22%, na linha mediana em 5% e cruzando da direita para a esquerda em 4%. 23% dos casos apresentaram deposição concêntrica do trombo e 11% apresentaram deposição na parede posterior, sendo o trajeto da luz residual anterior predominante a direita em 5% dos casos, a esquerda em 5% e cruzando a linha mediana em 1%. Padrões morfológicos complexos de deposição do trombo foram encontrados em 13% dos casos. CONCLUSÃO: A formação do trombo mural predominou na parede

  2. As marcas de gênero no fumar feminino: uma aproximação sociológica do tabagismo em mulheres Gender signs on female smoking: a sociological approach to women’s cigarette smoking

    Directory of Open Access Journals (Sweden)

    Marcia Terezinha Trotta Borges

    2009-08-01

    Full Text Available A partir de extensa revisão bibliográfica do tema tabagismo feminino, o ensaio propõe, para melhor compreensão desta questão, a adoção de referenciais conceituais das ciências sociais, em particular da categoria gênero, visando subsidiar abordagens mais integrais e abrangentes na cessação e prevenção do tabagismo em mulheres. No cenário epidemiológico do tabagismo, identificam-se três tendências - pauperização, feminização e juvenilização - que confirmam o quanto muitos dos agravos à saúde feminina estão relacionados às desigualdades sociais e de gênero. A dimensão de gênero é relacionada ao tabagismo feminino através das “patologias de protesto” femininas que, historicamente, expressam insatisfações e contradições sociais vivenciadas pelas mulheres. Conclui-se que o significado construído pelas mulheres sobre o cigarro tem forte conexão com as formas com que as relações de gênero estão organizadas na sociedade atual, assim como nas suas relações com os serviços de saúde, advogando-se a necessidade de abordagens mais amplas e integrais da saúde feminina, incluso no tabagismo.Based on an extensive review of specialized literature about woman smoking, this essay aims to promote a better understanding of this issue, proposing the adoption of Social Sciences concepts, particularly at gender category, to support more comprehensive and encompassing approaches towards prevention and health assistance of tobacco smoking women. Analyzing the epidemiologic scenario of woman smoking, three tendencies could be identified - pauperization, feminilization and juvenilization - confirming that many of women disease are related to social and gender inequalities. Gender dimension is associated to woman smoking through women’s ‘protest pathologies’ which historically express dissatisfactions and social contradictions experienced by women. The essay concludes