Sample records for viral diseases
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 20 shown. Select sample records:



1

Seqüelas respiratórias de doenças virais: do diagnóstico ao tratamento/ Respiratory sequelae of viral diseases: from diagnosis to treatment

Teper, Alejandro; Fischer, Gilberto Bueno; Jones, Marcus Herbert
2002-12-01

Resumo em português Objetivos: o objetivo do presente texto é apresentar uma revisão acerca das principais questões clínicas que envolvem o pediatra frente ao diagnóstico, manejo e prognóstico da situação. Fontes de dados: foram utilizadas informações de artigos publicados em revistas científicas nacionais e internacionais, selecionadas das bases de dados Lilacs e Medline. Síntese dos dados: para fins diagnósticos, a investigação radiológica evidencia hiperinsuflação pulmon (mais) ar, espessamento dos feixes broncovasculares e, menos freqüentemente, bronquiectasias, atelectasias e hiperlucência pulmonar. A tomografia computadorizada permite visualizar alterações estruturais e funcionais, como aprisionamento de ar, bronquiectasias e padrão mosaico. Estudos funcionais pulmonares, em crianças e lactentes, revelam invariavelmente redução acentuada dos fluxos expiratórios. Biópsia pulmonar não é obrigatória para confirmação de bronquiolite obliterante (BO). O diagnóstico pode ser feito pela combinação de história de bronquiolite, doença pulmonar obstrutiva crônica e alterações tomográficas características. O tratamento feito pela maioria dos centros inclui corticóides orais e inalatórios e broncodilatadores por períodos prolongados, e o manejo das exacerbações freqüentemente requer antibióticos e fisioterapia. Conclusões: a maioria dos pacientes tem uma evolução favorável, com lenta melhora da função pulmonar e da necessidade de oxigênio suplementar. Alguns pacientes evoluem com piora progressiva da hipoxemia e retenção de CO2, levando à hipertensão pulmonar e cor pulmonale. A maioria dos pacientes portadores de BO pós-infecciosa apresenta quadros leves e moderados, fazendo com que o prognóstico, em geral, seja bom, com baixa mortalidade. Resumo em inglês Objective: the objective of the present article is to present a review of the main clinical issues faced by pediatricians while defining the diagnosis, management and prognosis of postinfectious bronchiolitis obliterans. Sources: data from national and international scientific journals selected from the Lilacs and Medline databases. Summary of the findings: with the purpose of establishing the diagnosis, a radiological investigation shows high levels of pulmonary insuffla (mais) tion, thickened bronchovascular bundles and, less often, bronchiectasis, atelectasis and pulmonary hyperlucency. The CT exam allows the visualization of structural and functional findings, such as air trapping, bronchiectasis and mosaic pattern. Lung function tests in children and infants always reveal significant reduction of expiratory flows. Pulmonary biopsy is not mandatory in order to confirm bronchiolitis obliterans. Diagnosis can be established through the combination of history of bronchiolitis, chronic obstructive pulmonary disease and typical tomographic findings. The treatment used by most services includes oral and inhaled corticosteroids and bronchodilators for long periods. The management of exacerbated conditions often requires antibiotics and physical therapy. Conclusions: most patients present a favorable outcome with slow improvement of the pulmonary function and reduced necessity for supplementary oxygen. Some patients present progressive worsening of hypoxemia and CO2 retention, which leads to pulmonary hypertension and cor pulmonale. Postinfectious bronchiolitis obliterans is mild and moderate in most patients, with consequent good prognosis and low mortality.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Interferência por RNA: uma nova alternativa para terapia nas doenças reumáticas/ RNA interference: a new alternative for rheumatic diseases therapy

França, Natália Regine de; Mesquita Júnior, Danilo; Lima, Amanda Bandeira; Pucci, Fernando Vianna Cabral; Andrade, Luís Eduardo Coelho; Silva, Neusa Pereira
2010-12-01

Resumo em português A interferência por RNA (RNAi) é um mecanismo de silenciamento gênico pós-transcricional conservado durante a evolução. Esse mecanismo, recentemente descrito, é mediado por pequenos RNAs de fita dupla (dsRNAs) capazes de reconhecer especificamente uma sequência de mRNA-alvo e mediar sua clivagem ou repressão traducional. O emprego da RNAi como uma ferramenta de terapia gênica tem sido muito estudado, especialmente em infecções virais, câncer, desordens genét (mais) icas herdadas, doenças cardiovasculares e mesmo em doenças reumáticas. Aliados aos dados do genoma humano, os conhecimentos do silenciamento gênico mediado por RNAi podem permitir a determinação funcional de praticamente qualquer gene expresso em uma célula e sua implicação para o funcionamento e homeostase celular. Vários estudos terapêuticos in vitro e in vivo em modelos de doenças autoimunes vêm sendo realizados com resultados encorajadores. As vias de quebra de tolerância e inflamação são alvos potenciais para terapia com RNAi em doenças inflamatórias e autoimunes. Nesta revisão vamos recordar os princípios básicos da RNAi e discutir os aspectos que levaram ao desenvolvimento de propostas terapêuticas baseadas em RNAi, começando pelos estudos in vitro de desenvolvimento de ferramentas e identificação de alvos, chegando até os estudos pré-clínicos de disponibilização da droga in vivo, e testes em células humanas e modelos animais de doenças autoimunes. Por fim, vamos revisar os últimos avanços da experiência clínica da terapia com RNAi Resumo em inglês RNA interference (RNAi) is a post-transcriptional gene silencing mechanism preserved during evolution. This mechanism, recently described, is mediated by small double-stranded RNAs (dsRNAs) that can specifically recognize a target mRNA sequence and mediate its cleavage or translational repression. The use of RNAi as a tool for gene therapy has been extensively studied, especially in viral infections, cancer, inherited genetic disorders, cardiovascular and rheumatic diseas (mais) es. Together with data from human genome, the knowledge of gene silencing mediated by RNAi could allow a functional determination of virtually any cell expressed gene and its involvement in cellular functioning and homeostasis. Several in vitro and in vivo therapeutic studies with autoimmune disease animal models have been carried out with promising results. The pathways of tolerance breakage and inflammation are potential targets for RNAi therapy in inflammatory autoimmune diseases. This review will present the basic principles of RNAi and discuss several aspects of RNAi-based therapeutic approaches, from in vitro tool design and target identification to in vivo pre-clinical drug delivery, and tests of autoimmune diseases in human cells and animal models. Finally, this review will present some recent clinical experience with RNAi-based therapy

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

A pesquisa clínica no Brasil/ Clinical research in Brazil

Zago, Marco Antônio
2004-06-01

Resumo em português O fortalecimento da pesquisa clínica no Brasil implica a criação, expansão ou consolidação de novos centros, em especial na recuperação dos hospitais universitários e do fortalecimento do vínculo entre ensino e pesquisa. A interação entre pesquisa biomédica e básica é indispensável para geração de conhecimento nacional em questões específicas e para estruturar o setor produtivo de tecnologia ligada à saúde. As mudanças do perfil demográfico e epide (mais) miológico do país trouxeram para a lista de prioridades de pesquisa em saúde doenças cardiovasculares, neoplasias, doenças mentais, doenças associadas a urbanização, acidentes e violência, e doenças do envelhecimento. O Brasil ainda apresenta endemias importantes no seu quadro epidemiológico: dengue, malária, esquistossomose, hanseníase e hepatites virais, entre outras. A consolidação da pesquisa em biologia celular e molecular aplicada à medicina é indispensável para que a prática médica no país se mantenha atualizada e competitiva, e para permitir interações com o setor produtivo e implantação de um parque biotecnológico nacional. Resumo em inglês Strengthening clinical research in Brazil involves the creation, expansion, or consolidation of new centers, and especially the recovery of university hospitals and a stronger link between teaching and research. Interaction between biomedical and basic research is indispensable to generate national knowledge on specific issues and to structure the health technology production sector. Changes in the country's demographic and epidemiological profile have brought cardiovascu (mais) lar diseases, neoplasms, psychiatric diseases, diseases associated with urbanization, accidents/violence, and diseases of ageing to the list of health research priorities. Brazil still displays important endemics in its epidemiological profile: dengue, malaria, schistosomiasis, Hansen's disease, and viral hepatites, among others. Consolidation of research in cellular and molecular biology applied to medicine is indispensable for medical practice in the country to remain up-to-date and competitive, as well as to allow interactions with the productive sector and the implementation of a national biotechnology complex.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

A pesquisa clínica no Brasil/ Clinical research in Brazil

Zago, Marco Antônio
2004-06-01

Resumo em português O fortalecimento da pesquisa clínica no Brasil implica a criação, expansão ou consolidação de novos centros, em especial na recuperação dos hospitais universitários e do fortalecimento do vínculo entre ensino e pesquisa. A interação entre pesquisa biomédica e básica é indispensável para geração de conhecimento nacional em questões específicas e para estruturar o setor produtivo de tecnologia ligada à saúde. As mudanças do perfil demográfico e epide (mais) miológico do país trouxeram para a lista de prioridades de pesquisa em saúde doenças cardiovasculares, neoplasias, doenças mentais, doenças associadas a urbanização, acidentes e violência, e doenças do envelhecimento. O Brasil ainda apresenta endemias importantes no seu quadro epidemiológico: dengue, malária, esquistossomose, hanseníase e hepatites virais, entre outras. A consolidação da pesquisa em biologia celular e molecular aplicada à medicina é indispensável para que a prática médica no país se mantenha atualizada e competitiva, e para permitir interações com o setor produtivo e implantação de um parque biotecnológico nacional. Resumo em inglês Strengthening clinical research in Brazil involves the creation, expansion, or consolidation of new centers, and especially the recovery of university hospitals and a stronger link between teaching and research. Interaction between biomedical and basic research is indispensable to generate national knowledge on specific issues and to structure the health technology production sector. Changes in the country's demographic and epidemiological profile have brought cardiovascu (mais) lar diseases, neoplasms, psychiatric diseases, diseases associated with urbanization, accidents/violence, and diseases of ageing to the list of health research priorities. Brazil still displays important endemics in its epidemiological profile: dengue, malaria, schistosomiasis, Hansen's disease, and viral hepatites, among others. Consolidation of research in cellular and molecular biology applied to medicine is indispensable for medical practice in the country to remain up-to-date and competitive, as well as to allow interactions with the productive sector and the implementation of a national biotechnology complex.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Distúrbios metabólicos em doenças infecciosas emergentes e negligenciadas/ Metabolic disorders in emerging and neglected infectious diseases

Ponte, Clarisse Mourão Melo; Gurgel, Maria Helane Costa; Ponte, Glaydson Assunção; Ramos, Adriana Valéria Assunção; Montenegro Júnior, Renan Magalhães
2010-12-01

Resumo em português A substituição gradual e progressiva das doenças infecciosas e parasitárias pelas doenças crônico-degenerativas como causas de morbidade e mortalidade, caracterizando o processo de transição epidemiológica, não tem sido observada em várias populações, em especial em países subdesenvolvidos ou em desenvolvimento, verificando-se, na realidade, uma sobre-posição desses perfis (transição incompleta). Além do aumento da prevalência de distúrbios metabólic (mais) os, várias doenças infecciosas permanecem endêmicas em diversas regiões, como é o caso da hanseníase, da tuberculose, da leishmaniose, das hepatites virais, entre outras, assim como condições emergentes nas últimas décadas, como a infecção pelo HIV/Aids. Nesse contexto, nos últimos anos tem sido dada uma maior atenção para a ocorrência de distúrbios metabólicos, principalmente a partir da observação de elevada incidência dessas anormalidades associadas à infecção pelo HIV/Aids e à sua terapia com as drogas antirretrovirais. Nesta revisão são abordados aspectos clínico-epidemiológicos dos distúrbios metabólicos reportados em algumas enfermidades infectoparasitárias de relevância mundial e local (no Brasil), assim como possíveis mecanismos e fatores envolvidos nessas associações. Resumo em inglês The gradual and progressive replacement of infectious and parasitic by chronic diseases as causes of morbidity and mortality, characterizing the process of epidemiological transition hasn't been observed in various populations, especially in underdeveloped or developing countries characterizing a superposition of these profiles (incomplete transition). Besides the increased prevalence of metabolic disorders, various infectious diseases remain endemic in several regions, s (mais) uch as leprosy, tuberculosis, leishmaniasis, viral hepatitis, among others, as well as emerging diseases in recent decades, as HIV infection/Aids. In this context, more attention has been given to the occurrence of metabolic disturbances in the recent years, mainly from the observation of a high incidence of metabolic disorders associated with HIV infection/Aids, and its therapy with antiretroviral drugs. This review addresses clinical and epidemiological aspects of metabolic disturbances reported in some infectious and parasitic diseases with worldwide and local (Brazil) relevance, as well as possible mechanisms and factors involved in these associations.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Viroses emergentes e reemergentes/ Emerging and reemerging viral diseases

Schatzmayr, Hermann G.
2001-01-01

Resumo em português Nas últimas décadas, viroses antes desconhecidas, como o HIV, e o ressurgimento de outras que haviam sido controladas, como o dengue, têm sido observadas. Os mecanismos mais importantes envolvidos são o surgimento de novas amostras virais por modificações genéticas, a transposição da barreira de espécie por um vírus e a disseminação viral a partir de um nicho ecológico. Os principais fatores que facilitam estes mecanismos são a pressão demográfica - com a (mais) expansão da área agrícola -, os padrões de comportamento social, o intenso tráfego aéreo - que transporta vetores e pessoas infectadas -, a importação de animais - o que carreia vírus - modificações ecológicas de grande porte - como a construção de barragens e estradas - e a reconhecida transformação dos sistemas de saúde no mundo, com redução dos recursos e da infra-estrutura para ações de controle de doenças. Discussões em âmbito internacional recomendam investimentos nas áreas de Vigilância Epidemiológica, Pesquisa aplicada à Saúde Pública, ênfase em ações de prevenção de doenças e controle de vetores, além de melhor infra-estrutura do setor saúde, em níveis local, estadual e federal para reduzir o impacto destas doenças virais. Resumo em inglês Recent decades have witnessed previously unknown viruses like HIV, along with other previously controlled viruses like dengue. The most important mechanisms have been the emergence of new viral strains by genetic alterations, the breakdown of species barriers by viruses, and viral spread from ecological niches. The main factors facilitating such mechanisms have been demographic pressure, with the expansion of the agricultural frontier, social behavior patterns, intensive (mais) air traffic, transporting both vectors and infected humans, importation of animals carrying the viruses, large-scale ecological alterations like dam- and road-building, and the widespread transformation of health systems, with a reduction in resources and infrastructure for disease control activities. Discussions on an international scale have recommended investments in the areas of Epidemiological Surveillance, Research Applied to Public Health, an emphasis on disease prevention and vector control measures, and infrastructure improvements in the health sector at the local, State, and federal level to reduce the impact of these viral diseases.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Viroses emergentes e reemergentes/ Emerging and reemerging viral diseases

Schatzmayr, Hermann G.
2001-01-01

Resumo em português Nas últimas décadas, viroses antes desconhecidas, como o HIV, e o ressurgimento de outras que haviam sido controladas, como o dengue, têm sido observadas. Os mecanismos mais importantes envolvidos são o surgimento de novas amostras virais por modificações genéticas, a transposição da barreira de espécie por um vírus e a disseminação viral a partir de um nicho ecológico. Os principais fatores que facilitam estes mecanismos são a pressão demográfica - com a (mais) expansão da área agrícola -, os padrões de comportamento social, o intenso tráfego aéreo - que transporta vetores e pessoas infectadas -, a importação de animais - o que carreia vírus - modificações ecológicas de grande porte - como a construção de barragens e estradas - e a reconhecida transformação dos sistemas de saúde no mundo, com redução dos recursos e da infra-estrutura para ações de controle de doenças. Discussões em âmbito internacional recomendam investimentos nas áreas de Vigilância Epidemiológica, Pesquisa aplicada à Saúde Pública, ênfase em ações de prevenção de doenças e controle de vetores, além de melhor infra-estrutura do setor saúde, em níveis local, estadual e federal para reduzir o impacto destas doenças virais. Resumo em inglês Recent decades have witnessed previously unknown viruses like HIV, along with other previously controlled viruses like dengue. The most important mechanisms have been the emergence of new viral strains by genetic alterations, the breakdown of species barriers by viruses, and viral spread from ecological niches. The main factors facilitating such mechanisms have been demographic pressure, with the expansion of the agricultural frontier, social behavior patterns, intensive (mais) air traffic, transporting both vectors and infected humans, importation of animals carrying the viruses, large-scale ecological alterations like dam- and road-building, and the widespread transformation of health systems, with a reduction in resources and infrastructure for disease control activities. Discussions on an international scale have recommended investments in the areas of Epidemiological Surveillance, Research Applied to Public Health, an emphasis on disease prevention and vector control measures, and infrastructure improvements in the health sector at the local, State, and federal level to reduce the impact of these viral diseases.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Doenças sexualmente transmissíveis na gestação: uma síntese de particularidades/ Sexually transmitted diseases during pregnancy: a synthesis of particularities

Costa, Mariana Carvalho; Demarch, Eduardo Bornhausen; Azulay, David Rubem; Périssé, André Reynaldo Santos; Dias, Maria Fernanda Reis Gavazzoni; Nery, José Augusto da Costa
2010-12-01

Resumo em português As doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) apresentam prevalência significativa tanto na população geral quanto nas gestantes. Nestas, em especial, devem-se considerar as alterações fisiológicas em seu organismo que podem, inclusive, alterar o curso dessas doenças. Complicações obstétricas e neonatais podem ocorrer em decorrência delas, acarretando aumento da morbimortalidade materno-infantil. Abordam-se, neste artigo, as particularidades da história natur (mais) al e terapêutica no período gestacional das principais DSTs: cancro mole, donovanose, gonorreia, clamidíase, hepatites virais, herpes genital, infecção pelo papilomavírus humano (HPV), linfogranuloma venéreo, sífilis e vulvovaginites. As DSTs devem ser enfrentadas com extrema atenção e conscientização por parte dos profissionais de saúde, principalmente, no tocante ao diagnóstico, que deve ser o mais precoce possível, e ao tratamento, que apresenta limitações na terapêutica durante a gestação, pela toxicidade de muitos dos medicamentos comumente empregados. A prevenção e o tratamento do parceiro são importantes para que as ações sejam efetivas. Resumo em inglês Sexually transmitted diseases (STDs) have a significant prevalence in both the general population and pregnant women. Accordingly, we consider the physiological changes of the maternal organism that can alter the clinical course of these diseases. In addition, obstetric and neonatal complications may occur, resulting in increased maternal and infant morbidity and mortality. We explore features of the natural course and treatment during pregnancy of the major STDs: soft ch (mais) ancre, donovanosis, gonorrhea, chlamydia, viral hepatitis, genital herpes, human papillomavirus (HPV) infection, lymphogranuloma venereum, syphilis, and vulvovaginitis. We believe that health professionals should pay careful attention to STDs, particularly in relation to early diagnosis and precautions on the use of drugs during pregnancy. Prevention and partner treatment to achieve effective results are also extremely relevant.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

9

Prevenção das hepatites virais através de imunização/ Viral hepatitis prevention by immunization

Ferreira, Cristina Targa; Silveira, Themis Reverbel da
2006-07-01

Resumo em português OBJETIVO: Apresentar uma revisão atualizada e crítica da prevenção das hepatites virais A e B, através de imunização. FONTE DOS DADOS: Revisão de artigos médicos obtidos através do banco de dados MEDLINE, sendo selecionados os mais atuais e representativos do tema (2000-2006). Foram também pesquisados os sites do Centers for Disease Control and Prevention (CDC) e American Academy of Pediatrics (AAP), da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e do Ministério d (mais) a Saúde do Brasil. SÍNTESE DOS DADOS: A prevenção das hepatites virais é um enorme desafio para o sistema de saúde pública dos países e das comunidades médica e científica. Os vírus das hepatites ocasionam importante morbimortalidade no mundo, causando doença hepática aguda e crônica. Vacinas altamente eficazes estão disponíveis no mercado para prevenir novas infecções pelos vírus A e B. Entretanto, as hepatites virais A e B continuam a estar entre as doenças preveníveis por vacinas mais comumente notificadas. Neste artigo, revisamos as vacinas usadas para prevenir essas infecções com o objetivo de expandir o conhecimento e o uso da prevenção dessas doenças infecciosas. CONCLUSÃO: Embora as vacinas contra as hepatites A e B sejam recomendadas para vários grupos de risco, a cobertura vacinal estimada ainda é modesta e existem muitas oportunidades perdidas de vacinação. Para que haja diminuição na incidência das hepatites A e B, duas doenças preveníveis por vacinas, é necessário que os médicos incentivem seus pacientes a receber as vacinas. Resumo em inglês OBJECTIVE: To present an updated review and criticism of viral hepatitis A and B prevention by immunization. SOURCES OF DATA: Review of medical articles obtained from the MEDLINE database. The most recent and representative articles on the subject (2000-2006) were selected. The Centers for Disease Control and Prevention (CDC), American Academy of Pediatrics (AAP), Brazilian Society of Pediatrics and Brazilian Ministry of Health websites were also researched. SUMMARY OF TH (mais) E FINDINGS: Viral hepatitis prevention is an enormous challenge to the public health systems of countries and the medical and scientific communities. Hepatitis viruses produce important morbidity and mortality in the world, causing acute and chronic hepatic disease. There are highly efficient vaccines available on the market to prevent new infections by the A and B viruses. However, A and B viruses continue to be among the most commonly notified diseases preventable by vaccines. In this article, we discuss the vaccines used to prevent these infections, with the aim of expanding knowledge and the practice of prevention of these infectious diseases. CONCLUSIONS: Although the vaccines against A and B hepatitis are recommended for various risk groups, estimated vaccine coverage is still modest and many vaccination opportunities are lost. In order to reduce the incidence of A and B hepatitis, which are preventable by vaccines, it is necessary for physicians to encourage their patients to be vaccinated.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

10

Hepatites virais: aspectos da epidemiologia e da prevenção/ Viral Hepatitis: epidemiological and preventive aspects

Ferreira, Cristina Targa; Silveira, Themis Reverbel da
2004-12-01

Resumo em português As hepatites virais são doenças causadas por diferentes agentes etiológicos, de distribuição universal, que têm em comum o hepatotropismo. Possuem semelhanças do ponto de vista clínico-laboratorial, mas apresentam importantes diferenças epidemiológicas e quanto à sua evolução. As últimas décadas foram de notáveis conquistas no que se refere à prevenção e ao controle das hepatites virais. Entre as doenças endêmico-epidêmicas, que representam problemas (mais) importantes de saúde pública no Brasil, salientam-se as Hepatites Virais, cujo comportamento epidemiológico, no nosso país e no mundo, tem sofrido grandes mudanças nos últimos anos. A melhoria das condições de higiene e de saneamento das populações, a vacinação contra a Hepatite B e as novas técnicas moleculares de diagnóstico do vírus da Hepatite C estão entre esses avanços importantes. As condições do nosso país: sua heterogeneidade socioeconômica, a distribuição irregular dos serviços de saúde, a incorporação desigual de tecnologia avançada para diagnóstico e tratamento de enfermidades, são elementos importantes que devem ser considerados na avaliação do processo endemo-epidêmico das hepatites virais. O números de pacientes infectados é incerto, relacionado geralmente a alguns Estados e municípios brasileiros, e o esclarecimento dos agentes causadores das hepatites, cuja identificação requer técnicas laboratoriais complexas de biologia molecular, é realizado de maneira insuficiente. Por outro lado, "a progressiva integração entre as instâncias gestoras dos programas de vigilância e controle das doenças com grupos de pesquisa e desses com os serviços" e a disponibilização de bancos de dados nacionais mais confiáveis apontam para novos e melhores caminhos. No presente artigo é feita uma revisão sucinta das hepatites A, B e C, as mais freqüentes no nosso país, assim como de sua epidemiologia e das estratégias preferenciais para a prevenção dessas doenças. Resumo em inglês Viral hepatitis is a disease caused by different etiological agents with universal distribution and that have hepatotropism as a common characteristic. They are similar from a clinical-laboratorial point-of-view, but present significant differences in their epidemiology and outcome. The past few decades have brought remarkable victories in relation to the prevention and control of viral hepatitis. Viral hepatitis is very important among the endemic-epidemic diseases that (mais) are major public health problems in Brazil, and its epidemiological behavior has undergone major changes over the past few years, both in our country and worldwide. The expansion of substantial improvement in sanitary conditions, the increase in the coverage of hepatitis B vaccination, and the new molecular diagnostic assays of Hepatitis C virus were all decisive factors that contributed to these changes. Various important conditions in our country (socio-economic heterogeneity, irregular distribution of health services, unequal incorporation of advanced techniques for diagnosis and treatment of diseases) must be taken into account when assessing the endemic-epidemic process of viral hepatitis. The number of infected patients is uncertain, especially in some Brazilian states and cities, and the elucidation of the causal agents of hepatitis, whose identification requires complex molecular biology laboratory techniques, is insufficiently performed. On the other hand, "the progressive integration of agencies that manage disease surveillance and control programs and research groups, and between the latter and services," and the availability of more reliable national databases, suggest new and better possibilities. In the present paper, we have briefly reviewed hepatitis A, B and C, the most frequent forms in our country, and the epidemiology and the preferred strategies for preventing this disease.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

11

Hepatites virais: aspectos da epidemiologia e da prevenção/ Viral Hepatitis: epidemiological and preventive aspects

Ferreira, Cristina Targa; Silveira, Themis Reverbel da
2004-12-01

Resumo em português As hepatites virais são doenças causadas por diferentes agentes etiológicos, de distribuição universal, que têm em comum o hepatotropismo. Possuem semelhanças do ponto de vista clínico-laboratorial, mas apresentam importantes diferenças epidemiológicas e quanto à sua evolução. As últimas décadas foram de notáveis conquistas no que se refere à prevenção e ao controle das hepatites virais. Entre as doenças endêmico-epidêmicas, que representam problemas (mais) importantes de saúde pública no Brasil, salientam-se as Hepatites Virais, cujo comportamento epidemiológico, no nosso país e no mundo, tem sofrido grandes mudanças nos últimos anos. A melhoria das condições de higiene e de saneamento das populações, a vacinação contra a Hepatite B e as novas técnicas moleculares de diagnóstico do vírus da Hepatite C estão entre esses avanços importantes. As condições do nosso país: sua heterogeneidade socioeconômica, a distribuição irregular dos serviços de saúde, a incorporação desigual de tecnologia avançada para diagnóstico e tratamento de enfermidades, são elementos importantes que devem ser considerados na avaliação do processo endemo-epidêmico das hepatites virais. O números de pacientes infectados é incerto, relacionado geralmente a alguns Estados e municípios brasileiros, e o esclarecimento dos agentes causadores das hepatites, cuja identificação requer técnicas laboratoriais complexas de biologia molecular, é realizado de maneira insuficiente. Por outro lado, "a progressiva integração entre as instâncias gestoras dos programas de vigilância e controle das doenças com grupos de pesquisa e desses com os serviços" e a disponibilização de bancos de dados nacionais mais confiáveis apontam para novos e melhores caminhos. No presente artigo é feita uma revisão sucinta das hepatites A, B e C, as mais freqüentes no nosso país, assim como de sua epidemiologia e das estratégias preferenciais para a prevenção dessas doenças. Resumo em inglês Viral hepatitis is a disease caused by different etiological agents with universal distribution and that have hepatotropism as a common characteristic. They are similar from a clinical-laboratorial point-of-view, but present significant differences in their epidemiology and outcome. The past few decades have brought remarkable victories in relation to the prevention and control of viral hepatitis. Viral hepatitis is very important among the endemic-epidemic diseases that (mais) are major public health problems in Brazil, and its epidemiological behavior has undergone major changes over the past few years, both in our country and worldwide. The expansion of substantial improvement in sanitary conditions, the increase in the coverage of hepatitis B vaccination, and the new molecular diagnostic assays of Hepatitis C virus were all decisive factors that contributed to these changes. Various important conditions in our country (socio-economic heterogeneity, irregular distribution of health services, unequal incorporation of advanced techniques for diagnosis and treatment of diseases) must be taken into account when assessing the endemic-epidemic process of viral hepatitis. The number of infected patients is uncertain, especially in some Brazilian states and cities, and the elucidation of the causal agents of hepatitis, whose identification requires complex molecular biology laboratory techniques, is insufficiently performed. On the other hand, "the progressive integration of agencies that manage disease surveillance and control programs and research groups, and between the latter and services," and the availability of more reliable national databases, suggest new and better possibilities. In the present paper, we have briefly reviewed hepatitis A, B and C, the most frequent forms in our country, and the epidemiology and the preferred strategies for preventing this disease.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

12

Pereirina: o primeiro alcaloide isolado no Brasil?/ Was pereirina the first alkaloid isolated in Brazil?

Almeida, Márcia R.; Lima, Josélia A.; Santos, Nadja P. dos; Pinto, Angelo C.
2009-12-01

Resumo em português O artigo descreve a história da pereirina, um alcaloide extraído das cascas da Geissospermum vellosii Allemão, uma espécie de planta brasileira da família Apocynaceae, conhecida popularmente como Pau-pereira. A classificação botânica desta espécie e o emprego da pereirina na medicina popular foram as razões que acirraram a disputa entre os farmacêuticos brasileiros e estrangeiros pela glória de sua descoberta no Brasil do século XIX. Neste estudo constatou-se (mais) que a glória desta descoberta é do farmacêutico brasileiro Ezequiel Corrêa dos Santos e desta maneira, a pereirina é o primeiro alcaloide isolado no Brasil. As cascas do Pau-pereira foram, durante dois séculos, um importante remédio no combate a diversas doenças, devido às propriedades terapêuticas dos alcaloides presentes nas cascas da espécie e atualmente pesquisas estão sendo realizadas para comprovação científica de sua eficácia no combate a doenças virais como Aids, herpes e hepatite C. Resumo em inglês This article describes the history of pereirina, an alkaloid extracted from Geissospermum vellosii Allemão barks, a Brazilian plant of Apocynaceae's family, popularly known as "pau-pereira". The botanical classification of this species and the use of pereirina in popular medicine were reasons for controversies and irritated disputes for the glory of the discovery among Brazilians and foreigners pharmacists. For two centuries, the pau-pereira's barks were important remedy (mais) to combat various diseases, because the therapeutic properties of alkaloids present in the barks of the species. The currently researches are being carried out for scientific proof of its effectiveness in combating viral diseases such as AIDS, herpes and hepatitis C.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

13

Doenças exantemáticas e primeira epidemia de dengue ocorrida em Manaus, Amazonas, no período de 1998-1999/ Exanthematous diseases and the first epidemic of dengue to occur in Manaus, Amazonas State, Brazil, during 1998-1999

Figueiredo, Regina Maria Pinto De; Thatcher, Bedsy Dutary; Lima, Mário Lira de; Almeida, Tânia Carvalho; Alecrim, Wilson Duarte; Guerra, Marcus Vinitius de Farias
2004-12-01

Resumo em português Em 1998, a Fundação de Medicina Tropical/Instituto de Medicina Tropical do Amazonas implementou o sistema de vigilância para síndromes febris agudas indiferenciadas, com o propósito de manter vigilância ativa e passiva na Amazônia Ocidental, Brasil, permitindo identificar e diagnosticar os agentes etiológicos causadores de febres agudas. O diagnóstico foi realizado através de estudos sorológicos para a detecção de anticorpos IgM, utilizando-se técnicas de EL (mais) ISA (Enzyme-linked-immunosorbent assay) e kits ELISA comerciais. Foram analisadas 8.557 amostras de soros de pacientes com suspeita clínica de dengue, 40% dos soros foram ELISA positivos para o vírus da dengue e 26% dos soros foram ELISA positivos para outras doenças exantemáticas virais como rubéola, sarampo, parvovírus, oropouche e mayaro. Resumo em inglês In 1998, the FMT/IMT-AM foundation implemented the surveillance system to diagnose acute undifferentiated febrile syndromes, with the objective of active and passive surveillance in Brazilian western Amazonian rainforest to identify and diagnose the etiologic agents of acute fever. The diagnoses were performed using serological tests to detect IgM antibodies by ELISA (Enzyme-linked-immunosorbent assay) CDC/OPAS or using commercial kits. A total of 8,557 serum samples obta (mais) ined from patients with clinical suspicion of dengue virus were analyzed. ELISA positive reaction to dengue virus was presented by 40% of the serum samples and 26% of the serum samples had positive ELISA reactions to other exanthematous viral diseases, such as rubella, measles, parvovirus, Oropouche virus and Mayaro virus.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

14

Polimiosite associada à síndrome nefrótica/ Polymyositis associated with nephrotic syndrome

Freire, Renato Oliveira; Macieira, José Caetano; Brito, Hugo Leite de Farias
2010-08-01

Resumo em português A polimiosite (PM) é uma doença sistêmica do grupo das miopatias inflamatórias idiopáticas, clinicamente caracterizada por fraqueza muscular proximal e simétrica. Há relatos na literatura de PM associada a neoplasias, doenças autoimunes e infecções virais. Entretanto, a associação entre PM e nefropatia não é frequente. Descrevemos o caso de um paciente com polimiosite que evoluiu com síndrome nefrótica devido à presença de glomerulonefrite mesangial Resumo em inglês Polymyositis (PM) is a systemic disease of the idiopathic inflammatory myopathy group, clinically characterized by symmetric and proximal muscle weakness. There are reports in literature of PM associated with malignancies, autoimmune diseases, and viral infections. However, the association between PM and nephropathy is not common. We describe a case report of a patient with polymyositis who developed nephrotic syndrome due to mesangial glomerulonephritis

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

15

Impacto da hepatite C na mortalidade de pacientes em hemodiálise/ Impact of hepatitis C in mortality in patients on hemodialysis

Rabanal, Cristian Paul Leon; Zevallos, Javier Cieza; Cusato, Roberto Cieza
2010-12-01

Resumo em português OBJETIVO: As causas mais importantes de mortalidade em pacientes com Doença Renal Crônica Terminal (DRCT) são as doenças cardiovasculares. No entanto, existem doenças infecciosas virais (hepatite B e C) que se tornaram uma questão de grande importância para pacientes em hemodiálise, pois afetam a sua sobrevida aumentando a morbidade e a mortalidade. Nosso objetivo foi estudar a influência da hepatite C na mortalidade em pacientes em hemodiálise. MÉTODOS: Realiz (mais) amos um estudo de coorte não concorrente durante 10 anos. RESULTADOS: Foram estudados 74 pacientes em cada coorte. A hepatite C não aumentou o risco de morte nos pacientes e a sobrevida dos pacientes com essa infecção foi melhor do que no grupo sem hepatite C. A sobrevida em pacientes não infectados no primeiro e quinto anos foi de 93,9% e 52,3%; e para os não infectados foi de 95,5% e 73,1%, respectivamente (Log Rank Mantel Cox, p = 0,02). CONCLUSÃO: Não encontramos aumento no risco de mortalidade. A hepatite C não se correlaciona com aumento de mortalidade em pacientes com DRCT em programa de hemodiálise. Resumo em inglês OBJECTIVE: Cardiovascular diseases are the most important causes of mortality in patients with end-stage renal disease. However, viral infections (hepatitis B and C) have acquired great importance for patients undergoing hemodialysis, because they affect patients' survival and increase morbidity and mortality. This study aimed at assessing the influence of hepatitis C on the mortality of patients undergoing hemodialysis. METHODS: This is a non-concurrent cohort study duri (mais) ng a period of ten years. RESULTS: Each cohort comprised 74 patients. Hepatitis C did not increase the risk of death, and the survival of infected patients was better than that of patients without hepatitis C. The one-year and five-year survivals of non-infected patients were 93.9% and 52.3%, respectively, while those of noninfected patients were 95.5% and 73.1%, respectively (Cox-Mantel log-rank, p = 0.02). CONCLUSION: No increase in mortality risk was observed. Hepatitis C did not correlate with an increase in mortality in patients with end-stage renal disease undergoing hemodialysis.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

16

Criocirurgia com nitrogênio líquido e as dermatoses infecciosas/ Cryosurgery using liquid nitrogen and infectious skin diseases

Moraes, Aparecida Machado de; Velho, Paulo Eduardo Neves Ferreira; Magalhães, Renata Ferreira
2008-08-01

Resumo em português A criocirurgia com nitrogênio líquido é recurso cirúrgico utilizado para o tratamento de várias lesões cutâneas, benignas, pré-malignas e malignas. Promove destruição dos tecidos acometidos por congelamento e alterações da resposta imunológica. Os autores enfocam a utilização da criocirurgia no tratamento das dermatoses infecciosas, principalmente as verrugas virais, leishmaniose e ccromoblastomicose. Discutem os resultados como tratamento primário ou coad (mais) juvante. O artigo também apresenta os cuidados com os instrumentos no tratamento das doenças infecciosas. Resumo em inglês Cryosurgery using liquid nitrogen is a surgical resource to treat several types of benign, pre-malignant and malignant skin lesions. It promotes the destruction of tissues and changes the immune response. The authors identify several uses of cryosurgery in treating skin disorders, particularly viral warts, chromoblastomycosis and leishmaniasis. The results of primary and adjuvant treatments are also discussed. The article focuses on precautions when using surgical instruments during treatment of infectious diseases.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

17

Perfil da doença de Kawasaki em crianças encaminhadas para dois serviços de reumatologia pediátrica do Rio de Janeiro, Brasil/ Profile of Kawasaki disease in children referred to two pediatric rheumatology services in Rio de Janeiro, Brazil

Almeida, Rozana Gasparello de; Goldenzon, Andréa Valentim; Rodrigues, Marta Cristine Félix; Sztajnbok, Flávio Roberto; Elsas, Maria Ignez Capella Gaspar; Oliveira, Sheila Knupp Feitosa de
2010-10-01

Resumo em português OBJETIVOS: Descrever uma população de crianças com diagnóstico de doença de Kawasaki (DK) atendida em centros de reumatologia pediátrica do Rio de Janeiro. Analisar o período de atraso no diagnóstico e início do tratamento, devido à dificuldade de distinguir DK de outras doenças febris comuns da infância; e o impacto deste atraso na frequência de sequelas coronarianas. MÉTODOS: Os dados analisados incluíram: nome, sexo, idade, data do inicio dos sintomas e (mais) da admissão no serviço especializado, sintomatologia, evolução clínica, uso de Imunoglobulina Endovenosa (IGEV) e complicações coronarianas. RESULTADOS: Dos 125 casos estudados, 63% eram meninos. 40% tinham menos de 2 anos no momento do diagnóstico. O intervalo médio entre o inicio dos sintomas e o diagnóstico de DK foi de 12 dias (duração média da febre = 14 dias). Dos casos estudados, 22,4% receberam o diagnostico de DK antes do atendimento em serviço especializado; nos demais, as hipóteses diagnosticas iniciais incluíam: infecções bacterianas (60%), virais (12%), outras doenças reumatológicas (4%) e reações adversas à vacinação (1,6%). Em 85.6 % dos casos registrou-se o tratamento realizado, sendo administrada IGEV em 46,7%, e a partir do 10º dia em 21,5% dos casos. Dos 20 pacientes apresentando sequelas coronarianas, 9 tiveram diagnóstico tardio, incluindo 3 iniciando tratamento após o 10º dia e 6 sem tratamento. Não encontramos associação significativa entre a frequência de sequelas coronarianas e: sexo; idade; critérios clínicos; tratamento com IGEV antes ou depois do 10º dia de doença. CONCLUSÕES: O diagnóstico de DK pode ser atrasado pela dificuldade em diferenciá-lo de outras doenças febris da infância. Resumo em inglês OBJECTIVES: To describe a population of children diagnosed with Kawasaki's disease (KD) in pediatric rheumatology centers of Rio de Janeiro, Brazil, defining the magnitude of the delay period in diagnosing KD and initiating treatment due to confusion with common childhood febrile illnesses and the impact of this delay on the frequency of coronary sequels. METHODS: Data analysis from hospital records summarized in a dedicated form, including name, gender, age, date of firs (mais) t recorded clinical signs, date of admission to the specialty service, information about symptoms, clinical evolution, intravenous immunoglobulin (IVIG) use and coronary sequels. RESULTS: Of 125 patients, 63% were males. 40% were under 2 years at diagnosis. Average lapse between earliest signs and KD diagnosis was 12 days (mean fever duration, 14 d). Only 22.4% had a diagnosis of KD before entering the specialty service. For the remainder, initial hipotheses included: bacterial (60%) and viral infections (12%), rheumatological diseases (4%) and adverse vaccination reactions (1.6%). Hence, prevalent febrile illnesses of childhood were major confounding factors. For records (85.6%) mentioning treatment, 46.7% reported IVIG treatment, beginning after day 10 in 23 cases (21.5%). 20 patients (16%) presented coronary sequels, 9 of which were diagnosed late, including 3 given IVIG after day 10, and 6 given no IVIG. We found no significant association between the frequency of coronary sequels and: a) sex; b) age; c) clinical criteria; d) initiation of IVIG treatment (before or after day 10). CONCLUSIONS: Common febrile illnesses of childhood often confound the diagnosis of KD.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

18

Síndromes mielodisplásicas: protocolo de exclusão/ Myelodysplastic syndrome: diagnostic protocol

Magalhães, Silvia Maria M.; Lorand-Metze, Irene
2004-12-01

Resumo em português As síndromes mielodisplásicas (SMD) são doenças hematológicas clonais com apresentação heterogênea que resultam em insuficiência medular progressiva e evolução para leucemia aguda. A anemia é um achado comum na apresentação. Nos pacientes idosos, a anemia não é atribuída ao processo normal de senescência, portanto, uma etiologia pode ser identificada na maioria dos casos. A presença de citopenias associadas a alterações displásticas medulares podem t (mais) ambém ser devidas a condições não clonais secundárias e reversíveis. Alterações citogenéticas são observadas numa proporção de pacientes portadores de SMD contribuindo para o diagnóstico diferencial e prognóstico. A avaliação laboratorial para demonstração de clonalidade não está rotineiramente disponível. O diagnóstico de SMD é, portanto, um diagnóstico de exclusão, por vezes firmado após um período mínimo de seguimento. Considerando a teoria de múltiplas etapas proposta para a patogênese, os pacientes considerados de baixo grau, com alterações displásticas mínimas, podem apresentar dificuldade no diagnóstico. A deficiência de vitamina B12 e/ou folato, a exposição recente a metais pesados, terapia citotóxica ou fatores de crescimento devem ser considerados fatores de exclusão absolutos. O etilismo, doenças inflamatórias crônicas, auto-imunes, insuficiência hepática ou renal, disfunções hormonais e infecções virais, incluindo SIDA, devem ser descartados ou interpretados com cautela. Algumas doenças da célula-tronco pluripotencial devem também ser consideradas no diagnóstico diferencial. A exclusão de hemoglobinúria paroxística noturna e anemia aplástica pode ser difícil em casos de SMD hipocelular. Em resumo, a presença de alterações displásticas, por si, não estabelece o diagnóstico de SMD e um protocolo de exclusão deve ser rotineiramente realizado. Resumo em inglês Myelodysplastic syndromes are clonal hematological diseases with heterogeneous clinical and laboratorial presentations, which result in progressive bone marrow failure and evolve to acute leukemia. Anemia is a common symptom. In elderly patients, it is not attributed to the normal aging process and the cause is identified in most cases. The presence of cytopenias associated with bone marrow dysplastic disorders may also be due to secondary and reversible non clonal disord (mais) ers. Cytogenetic abnormalities found in a proportion of patients with myelodysplastic syndromes may be helpful in the differential diagnosis and to evaluate the prognosis. Ancillary laboratory tests to show clonality are not usually available. The diagnosis of myelodysplastic syndromes is, therefore, made by exclusion, sometimes helped by the passage of time. Considering the proposed multistep myelodysplastic syndrome pathogenesis, patients at the lowest grade, presenting minimal dysplastic features may be difficult to diagnose. Vitamin B12 and/or folate deficiency, recent exposure to heavy metals and recent cytotoxic or growth factor therapy should be considered absolute exclusion factors precluding the definite diagnosis. Alcohol use, chronic inflammatory states, auto-immune disorders, chronic liver or kidney diseases, hormonal disorders and viral infections including HIV must be ruled out or interpreted with caution. Some diseases of the pluripotential stem cells must also be distinguished from myelodysplastic syndromes. Exclusion of paroxysmal nocturnal hemoglobinuria and aplastic anemia may be difficult in the less common hypocellular myelodysplastic syndromes. Dysplastic abnormalities of the bone marrow, therefore, do not in themselves establish a diagnosis of myelodysplasia and a protocol of exclusion should be carried out.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

19

Avaliação de eventos infecciosos oportunistas em crianças portadoras de leucemias/ Evaluation of opportunistic infections in children suffering from leukemia

Gabe, Cristina; Almeida, Denise R.; Siqueira, Luciano O.
2009-04-01

Resumo em português A leucemia é a principal neoplasia maligna de crianças e adolescentes, particularmente as leucemias agudas. A hiperproliferação clonal de precursores hematopoéticos, combinada à terapia antineoplásica, induz a um variável grau de comprometimento imunológico com consequente aumento da suscetibilidade a infecções oportunistas. O objetivo deste trabalho foi descrever a frequência das leucemias e os principais eventos infecciosos oportunistas em crianças e adoles (mais) centes atendidos na região de Passo Fundo-RS. Através de um estudo de coorte retrospectivo, foram analisados 92 prontuários de pacientes com idade de 8 meses a 17 anos, no período de janeiro de 2000 a dezembro de 2007. Foram encontrados 72 casos de LLA, 18 de LMA e 2 de LMC (78,2%, 19,6% e 2,2% respectivamente). A doença infecciosa mais frequente foi a pneumonia, seguida da septicemia (principal causa de óbito), sendo as bactérias os principais microorganismos isolados, responsáveis por 52,4% das infecções. Doenças parasitárias, virais e fúngicas corresponderam a 20,6%, 19% e 7,9%, respectivamente. Estes resultados corroboram a condição de que doenças oportunistas são as principais complicações do paciente leucêmico, as quais aumentam a morbimortalidade dos mesmos. Resumo em inglês The main malignant neoplasm that affects children and adolescents is leukemia, in particular acute leukemias. The clonal hyperproliferation of hematopoietic precursors combined with antineoplastic therapy leads to a variable degree of immunological involvement with a consequent increase in susceptibility to opportunistic infections. The objective of this work was to describe the frequency of leukemia and the major opportunistic infections in children and adolescents in th (mais) e region of Passo Fundo, Brazil. In this retrospective cohort study, of cases from January 2000 to December 2007, 92 patients aged between 8 months to 17 years were reviewed. Seventy-two cases of ALL, 18 of AML and 2 of LMC (78.2%, 19.6% and 2.2%, respectively) were found. The commonest infectious disease was pneumonia, followed by septicemia (the leading cause of death). Bacteria, accounting for 52.4% of infections, were the most frequent microorganisms isolated with parasitic, viral and fungal diseases accounting for 20.6%, 19.0% and 7.9% of infections, respectively. The results of this study confirm that opportunistic diseases are the main complications of leukemia and increase the morbid-mortality of these patients.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

20

Diagnósticos alternativos em pacientes com suspeita de encefalite por Herpes simplex e negativos à reação em cadeia por polimerase (PCR)/ Alternative diagnoses among suspected Herpes simplex encephalitis patients with negative polymerase chain reaction (PCR)

DOMINGUES, RENAN B.; PANNUTI, CLÁUDIO S.; FINK, MARIA CRISTINA D.; TSANACLIS, ANA MARIA C.
2000-12-01

Resumo em português O objetivo do presente estudo é analisar os diagnósticos encontrados em uma série de pacientes cuja suspeita clínica inicial era de encefalite herpética (HSE), mas que tiveram este diagnóstico afastado através de resultado negativo à reação em cadeia por polimerase (PCR) para detecção do Herpes simples (HSV) em líquido cefalorraqueano (LCR). Em 43 dos 61 pacientes com suspeita de HSE estudados (70,5%) o resultado à PCR foi negativo. O diagnóstico diferencia (mais) l foi elucidado em 41,9% dos 43 casos em que a PCR para HSV resultou negativa. Nestes, as patologias diagnosticadas foram infecções virais (2 casos-11,1%) e não virais (5 casos-27,2%), doenças vasculares (4 casos-22,2%), desmielinizantes (3 casos-16,7%), distúrbios tóxico-metabólicos (3 casos-16,7%) e tumor do sistema nervoso central (1 caso-5,6%). A pouca especificidade do quadro clínico e a disponibilidade de tratamento eficaz e seguro para a HSE justificam a grande quantidade de casos tratados com aciclovir, mas cujo diagnóstico de encefalite pelo HSV não foi confirmado. A utilização da PCR no LCR contribuiu para melhor avaliação etiológica dos quadros de encefalite aguda aqui estudados. Resumo em inglês The aim of this study was to analyze the diagnosis found in a series of patients in which the diagnosis of Herpes simplex encephalitis (HSE) was ruled out by a negative polymerase chain reaction (PCR) result for HSV DNA in cerebrospinal fluid (CSF) samples. Forty three out of 61 HSE suspected patients had negative PCR. An alternative diagnosis was established in 41.9% of these patients. These patients were diagnosed as having viral (2 cases-11.1%) and non viral (5 cases-2 (mais) 7.2%) CNS infections, vascular (4 cases-22.2%) and demyelinating diseases (3 cases-16.7%), metabolic disturbances (3 cases-16.7%), and CNS tumor (1 case-5.6%). The non specific clinical presentation of this disease and the availability of an efficient treatment for HSE explain why several patients with other diseases were initially treated with acyclovir. The early use of PCR in CSF was considered essential for the evaluation of the acute encephalitis cases in this study.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

21

Soro-epidemiologia do virus de Epstein-Barr (VEB)/ The seroepidemiology of the Epstein-Barr vírus (EBV)

Pannuti, Claudio Sergio
1981-02-01

Resumo em português É feita revisão dos estudos soro-epidemiológicos do vírus de Epstein-Barr (vírus EB), mostrando a ubicuidade deste vírus, bem como sua relação com doenças malígnas e não malígnas do homem. O desenvolvimento de novas técnicas laboratoriais e o acúmulo, nos últimos 10 anos, de grande número de estudos soro-epidemiológicos, levaram à conclusão de que, além da associação etiológica com a mononucleose infecciosa, torna-se cada vez mais evidente a ligaç� (mais) �o do vírus EB com o linfoma de Burkitt e com o carcinoma do nasofaringe. Estas observações, além de sua extraordinária importância intrínseca, tem sido de grande utilidade para a melhor compreensão dos possíveis mecanismos e efeitos das infecções virais no homem. Resumo em inglês Since the discovery of the Epstein-Barr virus (EBV) in 1964, seroepidemiological studies have sought to characterize this member of the Herpetoviridae family. Through these studies the ubiquity of EBV became evident, as did its relationship to human malignant and non-malignant diseases. Besides being linked etiologically with infectious mononucleosis, the Epstein-Barr virus is closely associated with Burkitt lymphoma and nasopharingeal carcinoma. In addition to the intrin (mais) sic value of the findings reported, these extremely important studies have also brought a better understanding of the possible mechanisms and affects of viral infections in man.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

22

Soro-epidemiologia do virus de Epstein-Barr (VEB)/ The seroepidemiology of the Epstein-Barr vírus (EBV)

Pannuti, Claudio Sergio
1981-02-01

Resumo em português É feita revisão dos estudos soro-epidemiológicos do vírus de Epstein-Barr (vírus EB), mostrando a ubicuidade deste vírus, bem como sua relação com doenças malígnas e não malígnas do homem. O desenvolvimento de novas técnicas laboratoriais e o acúmulo, nos últimos 10 anos, de grande número de estudos soro-epidemiológicos, levaram à conclusão de que, além da associação etiológica com a mononucleose infecciosa, torna-se cada vez mais evidente a ligaç� (mais) �o do vírus EB com o linfoma de Burkitt e com o carcinoma do nasofaringe. Estas observações, além de sua extraordinária importância intrínseca, tem sido de grande utilidade para a melhor compreensão dos possíveis mecanismos e efeitos das infecções virais no homem. Resumo em inglês Since the discovery of the Epstein-Barr virus (EBV) in 1964, seroepidemiological studies have sought to characterize this member of the Herpetoviridae family. Through these studies the ubiquity of EBV became evident, as did its relationship to human malignant and non-malignant diseases. Besides being linked etiologically with infectious mononucleosis, the Epstein-Barr virus is closely associated with Burkitt lymphoma and nasopharingeal carcinoma. In addition to the intrin (mais) sic value of the findings reported, these extremely important studies have also brought a better understanding of the possible mechanisms and affects of viral infections in man.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

23

Hantaviroses/ Hantaviruses

Ferreira, Marcelo Simão
2003-01-01

Resumo em português As hantaviroses constituem infecções zoonóticas amplamente distribuídas em todo o mundo. A febre hemorrágica com síndrome renal mostra-se endêmica na Ásia e Europa, acometendo milharea de pessoas anualmente. A síndrome cardiopulmonar pelo hantavírus, reconhecida como entidade clínica desde 1993, representa o protótipo das doenças emergentes e encontra-se distribuída em diversos países do continente americano, inclusive o Brasil. Ambas são transmitidas ao h (mais) omem através da inalação de partículas virais eliminadas nas fezes e urina de roedores domésticos e silvestres. Trata-se de doenças sistêmicas febris que podem acometer vários órgãos, destacando-se o rim na febre hemorrágica com síndrome renal e os pulmões e o coração na síndrome cardiopulmonar. A taxa de letalidade da hantavirose americana alcança 50%. Diagnostica-se as hantaviroses através de provas sorológicas imunoenzimáticas ao identificar-se anticorpos específicos das classes IgM e IgG. Não há tratamento específico. Recomenda-se hidratação cuidadosa, indicação precoce de diálise nas formas renais e administração de drogas vasoativas nos períodos de hipotensão e choque. A administração de corticoesteróides e da ribavirina está sendo avaliada em estudos controlados. O número de casos dessas viroses tem crescido no Brasil ano a ano, e cumpre alertar os profissionais de saúde sobre a ocorrência dessas entidades nos vários estados do país, possibilitando diagnóstico precoce e tratamento adequado nos casos suspeitos da doença. Resumo em inglês Hantaviruses are zoonotic diseases that affect humans and have a worldwide distribution. The hemorrhagic fever associated with renal syndrome occurs endemically in the Asian and European continents affecting housauds of people every year. Hantavirus cardiopulmonary syndrome, recognized as a clinical entity since 1993, represents the prototype of emerging diseases and is distributed in countries of the American continent, including Brazil. Both diseases are transmitted to (mais) man through the inhalation of viral particles, which are shed in feces and urine of wild and domestic rodents. They comprise a group of febrile diseases that can affect many organs, particularly the kidneys in the hemorrhagic fever associated with renal syndrome and the lungs and heart in the hantavirus cardiopulmonary syndrome. The lethality of American hantaviroses reaches 50%. The diagnosis of these diseases is performed using serological tests such as immunoenzymatic assays which detect specific antibodies of the IgG and IgM classes. There is no specific treatment. Therefore, special attention should be directed to restore and maintain fluid balance, timely indication of dialysis for renal failure and administration of vasoactive drugs during periods of hypotension and shock. The administration of corticosteroids and/or ribavirin are under evaluation. The number of cases of hantavirus infection has been increasing in Brazil year after year, and it is important to alert health personnel to the occurrence of these entities throughout the country. Awareness of their presence should improve the quality of medical care.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

24

Dermatoses em pacientes com AIDS: estudo de 55 casos. Uberlândia, MG, Brasil/ Skin diseases in acquired immunodeficiency syndrome (AIDS): analysis of 55 Brazilian cases from Uberlândia - MG, Brazil

GOMIDES, MABEL DUARTE ALVES; BERBERT, ALCEU LUIZ CAMARGO VILLELA; MANTESE, SÔNIA ANTUNES DE OLIVEIRA; ROCHA, ADENIR; FERREIRA, MARCELO SIMÃO; BORGES, AERCIO S.
2002-03-01

Resumo em português Foram estudados 55 pacientes com a síndrome da imunodeficiência adquirida (Aids), triados ao serviço de Dermatologia, apresentando doenças cutâneo-mucosas, algumas de caráter oportunista. As dermatoses são freqüentes nestes doentes e, às vezes, de difícil diagnóstico pelo caráter atípico das lesões. OBJETIVOS: Analisar a freqüência e apresentação clínica das dermatoses relacionadas à Aids. MÉTODOS: Cinqüenta e cinco pacientes com Aids e lesões tegum (mais) entares foram estudados, de modo transversal, no Serviço de Dermatologia da Universidade Federal de Uberlândia, de 1995 a 1997. Foram realizadas biopsias e culturas diversas para elucidação diagnóstica. RESULTADOS: Foram encontradas 116 dermatoses, com predomínio das fúngicas (78%), seguidas pelas virais (40%), eritêmato-escamosas (27%), pápulo-pruríticas (18%), causadas por drogas (10%), neoplásicas (9%) e outras afecções cutâneo-mucosas (7%). A maioria dos pacientes apresentou mais de uma dermatose (67%). CONCLUSÕES: Confirmou-se a maior freqüência de dermatoses fúngicas, seguidas pelas virais, na Aids. Observou-se a necessidade de propedêutica bem elaborada para o diagnóstico preciso das dermatoses, devido à sua apresentação atípica em grande número de doentes. O exame dermatológico e a biopsia das lesões tiveram grande relevância na suspeita do diagnóstico de Aids. Resumo em inglês Fifty-five patients with acquired immunodeficiency syndrome (AIDS) seen at the Dermatology outpatient clinic and who had mucocutaneous diseases were studied. These diseases, some of them opportunistic, are common but difficult to diagnose given the atypical features of the lesions. OBJECTIVES: The aim of this study was to analyse the frequency and clinical presentation of dermatoses related to Aids seen at the Dermatology outpatient clinic. METHODS: Fifty-five patients wi (mais) th Aids and mucocutaneous lesions were examined from 1995 to 1997 in a cross-sectional study carried out at the Dermatology outpatient clinic of the Universidade Federal de Uberlândia (Minas Gerais, Brazil). Biopsies and cultures were undertaken for laboratory diagnosis. RESULTS: One hundred sixteen dermatoses were diagnosed. Fungal infections (78%) were the commonest among them, followed by viral infections (40%), papulosquamous disorders (27%), papular eruptions (18%), adverse drug reactions (10 %), tumors (9%) and a variety of others (7%). The majority of the patients (67%) had more than one type of skin disorder. CONCLUSIONS: In agreement with previous literature data fungal and viral infections were confirmed as the most frequent skin disorders in HIV-positive patients. Dermatological examination, laboratory tests and skin biopsy for histopathological study are necessary for appropriate diagnostic investigation of HIV-related mucocutaneous diseases considering that atypical presentation occurs in a large proportion of the patients.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

25

Síndrome de ativação macrofágica secundária à infecção aguda pelo vírus Epstein-Barr/ Macrophage activation syndrome triggered by Epstein-Barr virus

Carvalho Filho, Adolpho X. de; Correa, Fabrício de Oliveira; Schumann, Ivan
2008-06-01

Resumo em português A síndrome de ativação macrofágica (SAM) ou síndrome hemofagocítica secundária (reativa) consiste de uma rara, grave e potencialmente fatal complicação das doenças reumáticas crônicas, particularmente da artrite idiopática juvenil de início sistêmico, doença de Still do adulto e lúpus eritematoso sistêmico. É caracterizada pela excessiva ativação dos macrófagos, resultando febre, hepatoesplenomegalia, linfadenomegalia, envolvimento neurológico, grau (mais) s variáveis de citopenias, hiperferritinemia, distúrbio hepático, coagulação intravascular e freqüente falência de múltiplos órgãos. Também ocorre em associação com neoplasias, imunodeficiências e variedade de agentes infecciosos virais (sobretudo do grupo do herpes), bacterianos e fúngicos. Relatamos um caso de SAM decorrente de infecção viral aguda pelo vírus Epstein-Barr tratado com corticóide oral The macrophage activation syndrome (MAS) or secondary haemophagocytic syndrome (reactive) is an uncommon, severe and life-threatening complication of chronic rheumatic diseases, especially systemic onset juvenile idiopathic arthritis, adult-onset Still disease and systemic lupus eritematosus. It is characterized by the excessive activation of macrophages, resulting in fever, hepatoesplenomegaly, lymphadenopathy, neurological involvement, variable cytopenias, hyperferritinemia, liver disease, intravascular coagulation, often resulting in fatal multiple organ failure. Besides chronic rheumatic diseases, it is also seen in a heterogeneous group of diseases like neoplasms, imunodeficiencies and viruses (especially the herpes group), bacteria and fungi infections. We describe a case report of one patient with MAS triggered by Epstein-Barr virus infection treated with oral corticosteroid.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

26

Variabilidade biológica de isolados do Citrus leprosis virus (CiLV) oriundos de cultivares de laranjeira/ Biological variability of Citrus leprosis virus (CiLV) isolates from sweet orange cultivars

Cunha Junior, Jadier de Oliveira; Pozzer, Luciana; Brioso, Paulo Sergio Torres
2007-09-01

Resumo em português A leprose, causada pelo Citrus leprosis virus (CiLV), é uma das principais doenças presentes em pomares cítricos fluminenses. O objetivo deste trabalho foi comparar o quadro sintomatológico desenvolvido por isolados de CiLV obtidos de cultivares comerciais de laranjeira (Lima, Pêra e Seleta), inoculados mecanicamente em Chenopodium amaranticolor, em três diluições. Após cinco a sete dias da inoculação foram observadas lesões necróticas, com pequeno halo clor� (mais) �tico quando observadas contra a luz. O maior número de lesões, nas três diluições, foi obtido do isolado de 'Seleta', seguido por 'Pêra' e 'Lima'. A melhor diluição utilizada para a observação das lesões foi de 1:10. Os resultados demonstram uma possível variabilidade biológica entre os isolados virais e/ou uma menor ou maior replicação viral, dependendo da cultivar, indicando um possível mecanismo de resistência da planta ao vírus. Resumo em inglês Citrus leprosis, caused by Citrus leprosis virus (CiLV) is one of the major diseases in citrus orchards in the State of Rio de Janeiro. The objective of this study was to compare the development of symptoms on Chenopodium amaranticolor inoculated with CiLV isolates from 'Lima', 'Pera' and 'Seleta' sweet oranges using three different dilutions. Five to seven-days after inoculation, necrotic lesions exhibiting a small chlorotic halo when exposed to the light, were observed. (mais) The highest number of lesions developed using the three dilutions was obtained from 'Seleta', an intermediate value from 'Pêra' and the lowest number from 'Lima'. The best dilution for lesions development was 1:10. The results demonstrate a possible biological variability among the virus isolates and/or a lower or higher viral replication, dependent on the cultivar. This indicates a putative mechanism of Citrus resistance to the virus.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

27

Síndromes mielodisplásicas e mielodisplásicas/mieloproliferativas/ Myelodysplastic syndromes and diseases with myelodysplastic and myeloproliferative features

Vassallo, José; Magalhães, Silvia M. M.
2009-08-01

Resumo em português As síndromes mielodisplásicas (SMD) representam um grupo heterogêneo de doenças hematológicas caracterizadas por hematopoese ineficaz e risco aumentado de evolução para leucemia mieloide aguda. Neste artigo educativo são apresentados aspectos gerais da sua fisiopatologia, diagnóstico, apresentação histopatológica e seu papel no diagnóstico diferencial, classificação e estratificação prognóstica. Ressalta-se a importância da avaliação clínica e labora (mais) torial, que inclui avaliação do sangue periférico e medula óssea: morfologia - aspirado medular e biópsia óssea -, citogenética, imunofenotipagem, além de dados evolutivos. O diagnóstico definitivo, em especial nos casos de baixo risco, deve considerar a exclusão de causas não clonais que podem, através de alterações dismielopoéticas reativas, simular a mielodisplasia, tais como infecções virais, principalmente pelo HIV. A nova classificação revisada da Organização Mundial da Saúde (OMS-2008) é apresentada e discutida. Resumo em inglês Myelodysplastic syndromes (MDS) represent a heterogeneous group of hematologic disorders characterized by ineffective hematopoiesis and an increased risk of developing acute myeloid leukemia. In this educational article the general aspects of the physiopathology, diagnosis, and histopathological features of MDS and their role in differential diagnosis, classification and prognostic categorization are presented. The importance of clinical and laboratory evaluations, includ (mais) ing peripheral blood and bone marrow analyses, including morphology - aspirate and core biopsy, cytogenetics, immunophenotype and careful serial follow-up is emphasized. Definite diagnosis of MDS, especially in low-risk subtypes, should consider the exclusion of disorders with reactive bone marrow alterations, such as viral infections for example HIV. The new revised World Health Organization (WHO-2008) classification is presented and discussed.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

28

Síndromes mielodisplásticas: diagnóstico de exclusão/ Myelodysplastic syndromes: diagnosis by exclusion

Magalhães, Silvia M. M.
2006-09-01

Resumo em português As síndromes mielodisplásticas são comuns nos indivíduos com idade superior a 60 anos e se apresentam laboratorialmente com macrocitose isolada, anemia, citopenias isoladas ou combinadas e alterações morfológicas na medula óssea. O diagnóstico depende da exclusão de causas não clonais e reversíveis. Especialmente nas fases mais precoces da doença, na ausência de excesso de blastos, sideroblastos em anel ou alteração citogenética clonal, o diagnóstico req (mais) uer um protocolo de exclusão. A exposição recente a agentes tóxicos ou drogas citostáticas, a deficiência de vitamina B12 e ácido fólico e o uso recente de fatores de crescimento são considerados fatores de exclusão absolutos. O etilismo, a anemia da doença crônica, distúrbios metabólicos, hormonais, auto-imunes e infecções virais devem ser excluídos ou interpretados com cautela. Outras doenças da célula-tronco hematopoética devem ser consideradas, sobretudo na SMD hipocelular. Em alguns casos, um período mínimo de seis meses de seguimento é necessário. Resumo em inglês Myelodysplastic syndromes are common in elderly people. Laboratory presentation includes isolated macrocytosis, anemia, isolated or combined cytopenias and dysplastic bone marrow. Diagnosis depends on exclusion of non-clonal and reversible disorders. Especially in lowest grade of the disease, with no blast excess, no ringed sideroblasts, no clonal cytogenetic abnormalities the diagnosis requires an exclusion protocol. Recent exposure to toxin, cytotoxic drugs or growth fa (mais) ctor therapy and vitamin B12 or folate deficiency are considered absolute exclusion factors precluding the definite diagnosis. Alcohol abuse, chronic inflammatory states, auto-immune disorders, metabolic dysfunctions, hormonal disorders and viral infections must all be ruled out or interpreted with caution. Some diseases of the pluripotential stem cell must also be considered especially in hypocellular MDS. Moreover, in some cases a 6-month follow-up is necessary before a diagnosis be established.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

29

Tomografia computadorizada de alta resolução nas complicações pulmonares pós-transplante de medula óssea: ensaio iconográfico/ High-resolution computed tomography findings in pulmonary complications after bone marrow transplantation: iconographic essay

Gasparetto, Emerson L.; Ono, Sergio E.; Escuissato, Dante L.; Souza, Carolina A.; Rocha, Gabriela de Melo; Inoue, Cezar; Falavigna, João M.; Marchiori, Edson
2005-12-01

Resumo em português O transplante de medula óssea (TMO) tem sido utilizado como tratamento de escolha para diversas doenças hematológicas. Entretanto, as complicações pulmonares, que podem ocorrer em até 60% dos pacientes, são o principal motivo de falha no tratamento. As complicações pulmonares pós-TMO podem ser divididas em três fases, de acordo com a imunidade do paciente. Na primeira fase, até 30 dias após o procedimento, predominam as complicações não infecciosas e as pn (mais) eumonias fúngicas. Na fase precoce, que vai até o 100º dia pós-TMO, as infecções virais, principalmente por citomegalovírus, são mais comuns. Finalmente, na fase tardia pós-TMO, complicações não infecciosas como bronquiolite obliterante com pneumonia em organização e doença do enxerto contra o hospedeiro são mais comumente observadas. Os autores apresentam um ensaio iconográfico, enfatizando os aspectos de tomografia de alta resolução em pacientes com complicações pulmonares pós-TMO. Resumo em inglês Bone marrow transplantation has been the treatment of choice for many hematologic diseases. However, pulmonary complications, which may occur in up to 60% of the patients, are the main cause of treatment failure and may be divided in three phases according to the patient's immunity. In the first phase, up to 30 days after the procedure, there is a predominance of non-infectious complications and fungal pneumonia. Viral infections, mainly by cytomegalovirus, are common in (mais) the second phase (up to 100 days after bone marrow transplantation). Finally, in the late phase after bone marrow transplantation, non-infectious complications as bronchiolitis obliterans organizing pneumonia and graft-versus-host disease are most commonly seen. The authors present a pictorial essay of the high-resolution computed tomography findings in patients with pulmonary complications after bone marrow transplantation.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

30

DECH crônica: fator preditivo para rinossinusite no transplante de medula óssea/ Chronic GVHD: predictive factor for rhinosinusitis in bone marrow transplantation

Ortiz, Erica; Sakano, Eulalia; Souza, Carmino Antonio De; Vigorito, Afonso; Eid, Katia A. B.
2006-06-01

Resumo em português INTRODUÇÃO: transplante de medula óssea (TMO) é uma opção de tratamento para doenças hematológicas, tumorais e imunodeficiências e tem sido realizado com maior freqüência. O TMO predispõe a infecções de VAS e complicações, dentre estas as rinossinusites (RS). Quimioterapia, radioterapia, infecções virais, antibioticoterapia e doença do enxerto versus hospedeiro (DECH) são fatores predisponentes para RS. OBJETIVO: Verificar freqüência das RS no TMO e (mais) relação com DECH. Tentar estabelecer qual melhor tratamento para as RS no TMO. MÉTODO: Avaliação otorrinolaringológica de 2 grupos com 35 (gI) e 24 (gII) pacientes, antes e depois do TMO; e tratados individualmente com antibióticos e/ou punção de seios maxilares e/ou sinusectomia endoscópica. RESULTADOS: Nenhum apresentou RS antes do TMO; 42,8% dos TMO do gI tiveram RS e 34%, DECH; enquanto 58% do gII tiveram RS e 25%, DECH. No total, 49% tiveram RS e 30,5% com DECH. Houve significativa maior freqüência de RS em DECH crônica. A cirurgia foi indicada para tratamento de RS no TMO com DECH crônica. CONCLUSÃO: A freqüência de RS no TMO foi de 49%; DECH crônica é um fator predisponente para RS; a sinusectomia pode ser necessária nos pacientes com DECHc e RS. Resumo em inglês INTRODUCTION: Bone marrow transplantation (BMT) is a treatment option for hematological diseases and immunodeficiency. It is frequently used today. BMT predisposes patients to upper airway infections and its complications, such as rhinosinusitis (RS). Chemotherapy, radiotherapy, viral infections, antibiotic therapy, graft versus host disease (GVHD) are rhinosinusitis predisposing conditions. AIM: to investigate RS frequence in this population and its relationship to GVHD; (mais) to try and establish the best treatment for RS in these patients. METHOD: ENT evaluation of two groups. One group with 35 patients (gI) and another with 24 patients (gII), before and after BMT. They were treated with antibiotics, maxillary sinus punction or endoscopic sinusectomy. RESULTS: none of them had RS before BMT. 42.8% from gI had RS and 34% had GVHD; in the gII, 58% had RS and 25% had GVHD. 49% from both groups had RS and 30.5% had GVHD. There was significantly more RS in chronic GVHD patients. Surgery was used to treat RS in chronic GVHD patients who underwent BMT. CONCLUSION: RS frequence was 49%; GVHD is a predisposing condition to RS; sinusectomy may be necessary to control RS in GVHD patients.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

31

Produção do anti-soro e detecção por DAS-Elisa do Melon yellowing-associated virus em meloeiro/ Antiserum production and detection by DAS-Elisa of Melon yellowing-associated virus on melon plants

Ávila, Antonio C.; Inoue-Nagata, Alice K.; Neves, Filipe M.; Matos, Luciana G.; Dias, Rita de Cássia S.; Rangel, Maurício; Nagata, Tatsuya
2008-06-01

Resumo em português A doença conhecida como "Amarelão do Meloeiro" é hoje uma das principais doenças em meloeiro no Nordeste do Brasil. Até o momento, somente o Melon yellowing-associated virus (MYaV), transmitido por moscas-brancas, foi detectado em plantas doentes e constitui-se no provável agente causador da doença. Para permitir uma diagnose inequívoca da doença, este trabalho objetivou a produção e avaliação de anti-soro policlonal contra o isolado "Bessa" de MYaV. Partícu (mais) las virais foram purificadas e injetadas em coelhos para a produção do anti-soro, que mostrou ser específico sem a ocorrência de reações com extrato de plantas sadias e outros vírus que infectam o melão. Para a avaliação do anti-soro, 14 amostras de meloeiro com sintomas de amarelão oriundas de campos de produção de Pernambuco e Rio Grande do Norte foram avaliadas em DAS-Elisa. Onze amostras reagiram positivamente e verificou-se que a concentração viral maior é vista na haste e não nas folhas, sendo o tecido a ser selecionado para a realização de testes de detecção. Esse estudo demonstrou que o anti-soro policlonal produzido contra o MYaV é específico e poderá ser utilizado na detecção desse vírus em plantios comerciais de melão. Resumo em inglês Today, the disease known as "Melon yellowing" is one of the major melon diseases in melon growing areas in the Northeast of Brazil. Up to the moment, only the Melon yellowing-associated virus (MYaV), transmitted by whiteflies, was detected in diseased plants, and it is the probable causing agent of the disease. To enable the unequivocal diagnosis of the disease, this study aimed to produce and evaluate a polyclonal antibody against the "Bessa" isolate of MYaV. Viral parti (mais) cles were purified and injected into rabbits for antiserum production, which was specific without any reaction with healthy plant sap. For antiserum evaluation, 14 melon samples with yellowing symptom from fields of Pernambuco and Rio Grande do Norte were evaluated by DAS-Elisa. A total of eleven samples reacted positively and the test showed that the virus concentration is higher at the stems instead of leaves, and therefore stems should be selected to be used in detection tests. This study demonstrated that the polyclonal antiserum produced against MYaV was specific and can be used to detect it in commercial melon fields.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

32

Perfil de auto-anticorpos em índios das tribos Kaingang e Guarani do Sul do Brasil/ Autoantibody profile among Kaingang and Guarani Indians in southern Brazil

Utiyama, Shirley Ramos da Rosa; Guardiano, Joel; Petzl-Erler, Maria Luiza; Mocelim, Valmir; Messias-Reason, Iara José T. de
2000-06-01

Resumo em português O presente estudo teve por objetivo investigar o perfil de auto-anticorpos em 241 amostras de sangue de 176 índios Kaingang e 65 índios Guarani de três populações das reservas indígenas do Rio das Cobras e Ivaí, no Estado do Paraná, região Sul do Brasil. Foram investigados os anticorpos antimúsculo liso, antimitocôndrias, antinucleares, anticélulas gástricas parietais e antimicrossomas de fígado e rim, por método de imunofluorescência indireta. Os resultad (mais) os foram comparados com os de um grupo de 100 indivíduos sadios, pertencentes à população geral. Obteve-se uma positividade total de 9% para a população indígena investigada e 4% para os controles, com resultado significativo para prevalência dos anticorpos antimúsculo liso nas populações Kaingang e Guarani do Rio das Cobras (P = 0,03). É provável que as práticas culturais envolvendo escarificações, tatuagens e processamento oral de alimentos, aliadas ao processo de aculturação e maior convívio com populações não indígenas, exponham os índios a doenças infecciosas anteriormente inexistentes entre os mesmos. Possíveis mecanismos de mimetismo molecular a antígenos virais ou bacterianos poderiam explicar a presença desses auto-anticorpos nessas populações indígenas. Resumo em inglês This study investigated the autoantibody profile of 241 blood samples from 176 Kaingang and 65 Guarani Indians from three populations living on the Rio das Cobras and Ivaí reservations, in the state of Paraná, in southern Brazil. The presence of antimitochondrial, antismooth muscle, antinuclear, antiparietal cell, and anti-liver-kidney microsome antibodies was determined by indirect immunofluorescence. These results were compared with samples from 100 healthy Caucasian (mais) individuals from the general population of the state. Total positivity was 9% for the indigenous population and 4% for the control population. The prevalence of antismooth muscle antibodies was significantly higher among the Guarani and Kaingang individuals from the Rio das Cobras reservation (P = 0.03). It is likely that the increased exposure that these indigenous Brazilians have to infectious diseases that were previously unknown to them comes from more contact with nonnative populations, growing acculturation, and cultural practices that include scarification and tattooing. The presence of autoantibodies in these Brazilian Indians may be related to mechanisms of molecular mimicry with viral or bacterial antigens.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

33

Perfil epidemiológico de infectados pelo vírus HIV com dermatoses em Natal/RN/ Epidemiologic profile of HIV - positive patients with dermatoses in Natal/RN /Brazil

Cardoso, Fernando; Ramos, Heloísa; Lobo, Márcio
2003-02-01

Resumo em português FUNDAMENTOS: Não há registro de dermatoses em infectados pelo vírus HIV no Rio Grande do Norte, embora haja 899 casos acumulados de AIDS em adultos entre janeiro de 1983 e agosto de 2000 e coeficientes de mortalidade por cem mil habitantes de 3,80 e 2,47, nos anos de 1995 e 1997, respectivamente, coincidindo essa diferença de valores, com o uso de antiretrovirais. OBJETIVOS: Descrever as características epidemiológicas de infectados, a freqüência de dermatoses e s (mais) uas gravidades em usuários e não usuários de antiretrovirais. MÉTODOS: Foram incluídos 172 pacientes conforme a classificação do CDC/1992; descrevendo-se o uso de antiretrovirais e dermatoses neles presentes. RESULTADOS: A amostra teve 83,72% de homens, com média de idade de 37,17 anos, contaminados por via sexual (96,5%), heterossexuais predominantes (54,7%). As doenças cutâneas mais freqüentes foram as virais, fúngicas e miscelânia. O percentual médio da pele atingida pelas dermatoses foi 12,5%. A média da carga viral foi 109.114,05 cps/ml, e a de linfócitos T CD4+ foi 383,15 céls/mm³, estando 81,4% destes, em uso de antiretrovirais. CONCLUSÕES: O perfil epidemiológico dos infectados pelo vírus HIV no RN não difere das outras regiões brasileiras. Estudos analíticos que minimizem bias de confusão são necessários para aferir o grau de interferência do uso de antiretrovirais nesses indivíduos. Resumo em inglês BACKGROUND: There is no description of dermatoses among HIV infected individuals in Rio Grande do Norte(RN) / Brazil, althoug this state had an accumulated total of 899 adult Aids cases registered from january 1983 to august 2000 and mortality coefficients per 100,000 residents of 3.80 and 2.47, in the years 1995 and 1997, respectively, such that this difference in values coincided with the introduction of antiretroviral (ARV) usage in this state. OBJECTIVE: To describe e (mais) pidemiologic caracteristics of retrovirus infected subjects with dermatoses, including frequency of dermatoses and to establish relationships between the caracteristics of users and nonusers of ARV drugs. METHODS: Were included 172 patients, according to HIV infection classification of CDC/1992. The use of ARV drugs was determined and the dermatoses were submited to analysis. RESULTS: The sample comprises 83.72% of men, with mean age of 37.17 years, with sexual way of retrovirus contamination (96.5%), predominant heterossexual behaviour (54.7%). The most frequent form skin diseases were classified into viral, fungic and miscellaneous. The mean percentage of diseased skin area was 12.5%. Mean viral load was 109,114.05 cps/ml, and mean CD4+ T lymphocytes was 383.15 cells/mm³. Overal 81.4% of patients were using ARV drugs. CONCLUSIONS: The epidemiologic profile of HIV infected patients residents in state of RN did not differ from that of others brazilian regions. Analytic studies, minimizing confounding bias, are necessary to discribe the real frequency of HAART (High Active Antiretroviral Therapy) in seropositive HIV subjects.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

34

Prevalência de marcadores do vírus da hepatite B em crianças de 3 a 9 anos em um município da Amazônia brasileira/ Prevalence of hepatitis B viral markers in children 3 to 9 years old in a town in the Brazilian Amazon

Assis, Sandra Breder; Valente, Joaquim Gonçalves; Fontes, Cor Jesus Fernandes; Gaspar, Ana Maria Coimbra; Souto, Francisco José Dutra
2004-01-01

Resumo em português OBJETIVO: Estimar a prevalência da infecção pelo vírus da hepatite B e identificar as possíveis vias de infecção em crianças de 3 a 9 anos em um município da Amazônia brasileira. MÉTODOS: Foi realizado um estudo transversal com 487 crianças matriculadas em creches e escolas públicas. Foram obtidos dados acerca de migração, história médica, exposição a fatores de risco clássicos para infecção, aspectos socioeconômicos e hábito de compartilhar a cama (mais) ou objetos de uso pessoal. Também foi investigada a presença no domicílio de morador com doença sexualmente transmissível, usuário de drogas injetáveis, dependente de bebida alcoólica, homens que faziam sexo com outro homem e pessoa com múltiplos parceiros sexuais, além de história de icterícia ou hepatite e de transfusão de hemoderivados. Foram obtidas amostras de sangue das crianças para pesquisa de marcadores virais. RESULTADOS: A prevalência de marcadores do vírus da hepatite B foi de 11,1% (54 crianças). Seis crianças (1,2%) eram portadoras do HBsAg. Não houve associação entre marcadores virais e condições econômicas, escolaridade dos pais, condições higiênico-sanitárias, número de cômodos do domicílio, história prévia de icterícia ou hepatite, tratamento dentário, acidente com seringas e agulhas, reutilização de agulhas, transfusão de hemoderivados e hábito de compartilhar a cama ou objetos pessoais. Porém, as crianças que tiveram contato com usuário pesado de bebida alcoólica tenderam à maior prevalência de marcadores virais (P= 0,06). Dentre as crianças estudadas, 53 (10,9%) haviam sido vacinadas contra a hepatite B, mas nenhuma havia completado o esquema vacinal de três doses. Na regressão logística, as variáveis "história de icterícia materna durante a gravidez," "mais de oito moradores no domicílio" e "profissão da mãe" mostraram associação com maior prevalência de marcadores virais. CONCLUSÃO: A população de Peixoto de Azevedo provavelmente apresenta endemicidade moderada de hepatite B, tendo a transmissão horizontal como a principal forma de infecção. Fatores ligados à promiscuidade domiciliar possivelmente são determinantes da infecção na primeira década da vida. O baixo índice de cobertura vacinal possibilita a livre circulação viral. Resumo em inglês OBJECTIVE: To estimate the prevalence of hepatitis B infection and to identify possible means of transmission in children from 3 to 9 years of age in Peixoto de Azevedo, a town in the Brazilian Amazon. METHODS: A cross-sectional study was carried out with 487 children enrolled in public schools and day-care centers. We obtained data concerning migration, medical history, exposure to classical risk factors for hepatitis B infection, socioeconomic factors, and the habit of (mais) sharing a bed or personal objects. We also investigated the presence in the home of persons with sexually transmitted diseases, injecting drug users, heavy alcohol users, men who had sex with other men, persons with multiple sexual partners, and a history of jaundice or hepatitis or of receiving a transfusion of blood products. Blood samples were obtained from the children to test for viral markers. RESULTS: The prevalence of hepatitis B viral markers was 11.1% (54 of 487 children). Six of the children (1.2%) tested positive for hepatitis B surface antigen. There was no association between viral markers and economic conditions, parental schooling, sanitary conditions (e.g., source of drinking water, method of wastewater disposal, method of trash disposal), number of rooms in the home, the child's history of jaundice or hepatitis, dental treatment, any accidents with needles or syringes, reusing needles or syringes, transfusion of blood products, and the habit of sharing a bed or personal objects. However, children who had contact with heavy alcohol users tended to have a higher prevalence of viral markers (P = 0.06). Among the children studied, 53 of them (10.9%) had received one or two doses of hepatitis B vaccine, but none had completed the three-dose series. Logistic regression showed that an increased prevalence of viral markers was associated with a maternal history of jaundice during the pregnancy, more than eight persons living in the home, and the mother not working in a professional occupation. CONCLUSION: Hepatitis B is probably moderately endemic in the population of Peixoto de Azevedo, with transmission mainly occurring horizontally. Such factors as being exposed in the home to persons who are heavy users of alcohol are probably important determinants of infection in the first decade of life. The low vaccination coverage promotes free circulation of the virus.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

35

Hepatite E/ Hepatitis E

Paraná, Raymundo; Schinoni, Maria Isabel
2002-06-01

Resumo em português O vírus da hepatite E (VHE) é o segundo vírus de transmissão fecal-oral com hepatotropismo confirmado, após o vírus da hepatite A. As grandes epidemias de hepatite das décadas de 50 e 60 na Índia foram causadas pelo VHE. Observaram-se surtos da infecção na África Central, América Latina, Oriente Médio e Repúblicas independentes da ex-União Soviética. O quadro clínico da doença assemelha-se ao de outras hepatites virais. Não há casos descritos de hepati (mais) te E crônicas. Cerca de 20% das mulheres que adquirem a doença durante a gravidez desenvolvem formas graves, com insuficiência hepática fulminante. Confirma-se o diagnóstico quando se encontra no soro anticorpos (método de ELISA) das classes IgM (fase aguda) e/ou IgG (curados). O imunoblot e o PCR-RNA podem ser usados quando necessário. Não há tratamento específico. O uso de imunoglobulina hiperimune tem sido aconselhado por alguns autores. A prevenção se faz pelos cuidados higiênicos e dietéticos habituais. Não há vacina eficaz contra a doença. Resumo em inglês Hepatitis E virus (HEV) is the second most frequent hepatotropic virus transmitted via fecal-oral route, following closely behind hepatitis A virus. The great epidemics of hepatitis described during the 50s and 60s, in India, were caused by this virus. Epidemic bursts have also been described in Central Africa, Latin America, Middle East and in the independent Republics of the ex-Soviet Union. The clinical features of the disease do not differ from those reported for othe (mais) r viral hepatitides. There have been no cases of chronic hepatitis E reported. Around 20% of women infected during pregnancy develop a severe form of hepatitis which courses to liver failure. Diagnosis of hepatitis is confirmed when antibodies (using ELISA) of the IgM class (acute phase) and/or IgG (infected and cured) are found in the serum. Immunoblot and PCR-RNA may be used as necessary. There is no specific treatment for hepatitis E. Hyperimmune serum has been tried by some authors. Prevention is achieved by following the habitual hygienic and dietetic recommendations valid for diseases transmitted by contaminated water. There is no effective vaccine against the disease.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

36

Comparação do perfil epidemiológico das hepatites B e C em um serviço público de São Paulo/ Comparison between hepatitis B and C epidemiological profiles at a public institution in São Paulo, Brazil

Cruz, Camila Rodrigues Bressane; Shirassu, Miriam Matsura; Martins, Wellington P.
2009-09-01

Resumo em português CONTEXTO: As hepatites virais constituem doença de notificação compulsória e apresentam grande importância em nosso meio devido à elevada prevalência. OBJETIVO: Comparar o perfil epidemiológico dos casos confirmados de hepatites B e C notificados no Núcleo de Vigilância Epidemiológica do Hospital do Servidor Público Estadual de São Paulo, São Paulo, SP, no período entre janeiro de 2004 e abril de 2007. MATERIAL: Os resultados foram analisados através do te (mais) ste do qui ao quadrado. RESULTADOS: Observou-se 112 casos confirmados de hepatite B e 651 de hepatite C. Houve predominância do sexo masculino dentre os casos de hepatite B e do sexo feminino entre os de hepatite C, com significância estatística. A faixa etária mais frequente foi de 30 a 39 anos, considerando-se hepatite B (P Resumo em inglês CONTEXT: Viral hepatitis is a disease of compulsory notification and is very important due to its high prevalence. OBJECTIVE: To analyze the epidemiological profiles of hepatitis B and C, reported through surveillance at the "Hospital do Servidor Público Estadual", São Paulo, SP, Brazil, from January 2004 to April 2007. METHODS AND RESULTS: The study revealed 112 confirmed cases of hepatitis B and 651 of hepatitis C. Male gender predominated among hepatitis B while fema (mais) le gender predominated among hepatitis C, statistically significant. Hepatitis B occurred mainly among patients from 30 to 39 years old (P

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

37

Transplante de fígado: indicação e sobrevida/ Liver transplantation: indication and survival

Castro-e-Silva Jr, Orlando de; Sankarankutty, Ajith Kumar; Oliveira, Gustavo Ribeiro de; Pacheco, Eduardo; Ramalho, Fernando Silva; Sasso, Karina Dal; Tolentino, Eduardo; Mente, Enio David; França, Alex Viana C.; Martinelli, Ana L. C.
2002-01-01

Resumo em português O sucesso dos transplantes de fígado certamente seria comprometido se a avaliação pré-operatória dos pacientes não fosse realizada de forma adequada. Isto se justifica devido ao reconhecimento de que o sucesso da cirurgia depende, em princípio, do diagnóstico da doença de base, da determinação de sua extensão e do grau de repercussão sistêmica. No final das décadas de setenta a noventa os progressos da hepatologia na identificação das hepatites virais e n (mais) o manejo da ascite e da síndrome hepatorrenal melhoraram sobremaneira a expectativa de vida do doente portador de doença hepática crônica. Mas, sem dúvida o transplante ortotópico do fígado (TOF) foi o espetacular avanço da hepatologia moderna. Atualmente o transplante é um tratamento eficaz das hepatopatias crônicas, e o índice de sobrevivência global aos 3 anos é ao redor de 80%. É, portanto, uma alternativa de tratamento indicada nos casos terminais, onde a mortalidade com tratamentos conservadores pode atingir até 70% ao final de 12 meses. Neste artigo, os autores comentam aspectos do TOF, relacionados à indicação e a sobrevida. Resumo em inglês The success of liver transplantation would be certainly compromised if the pre-operative evaluation was not adequately performed. The success of the liver transplantation depends on the diagnosis of the underlying hepatic disease, the determination of its extension and the degree of systemic repercussion. In the last 30 years, the progress in hepatology, the identification of viral hepatitis and the better management of ascitis and hepatorenal syndrome have increased the (mais) life expectancy of patients with chronic liver failure. Undoubtedly, orthotopic liver transplantation represents a great advance in modern hepatology. Nowadays, liver transplantation represents a valid therapeutic option for chronic liver diseases with (and presents) a mean survival rate of about 80% in 3 years. Thus, it is an indicated treatment in situations where the conservative treatment (would) could lead to a (incur) mortality rate as high as 70% in one year. In this article the authors comment (on) various aspects of Orthotopic Liver Transplantation related to indications and survival rates.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

38

Terapia fotodinâmica em dermatologia: princípios básicos e aplicações/ Photodynamic therapy in dermatology: basic principles

Torezan, Luís; Niwa, Ane Beatriz Mautari; Festa Neto, Cyro
2009-10-01

Resumo em português A terapia fotodinâmica envolve a administração de uma droga fotossensibilizante e sua ativação subsequente pela luz de comprimento de onda correspondente ao espectro de absorção do fotossensibilizador. Atualmente, a terapia fotodinâmica tópica é aprovada para o tratamento de condições oncológicas cutâneas como queratoses actínicas, doença de Bowen e carcinoma basocelular superficial em diversos países do mundo. Estudos multicêntricos controlados e random (mais) izados demonstram a alta eficácia e resultado cosmético final superior dessa modalidade terapêutica em relação aos tratamentos convencionais. Para condições cutâneas não oncológicas, como acne vulgar, verrugas virais e esclerodermia localizada, há também relatos e série de casos confirmando o potencial terapêutico da terapia fotodinâmica. O desenvolvimento de fotossensibilizantes tópicos, ácido 5-aminolevulínico (ALA) ou seu metiléster (MAL), frente aos derivados da hematoporfirina de aplicação sistêmica, permitiu um grande avanço na popularidade da TFD na dermatologia, uma vez que tanto ALA quanto MAL tópicos não induzem mais fotossensibilidade generalizada prolongada. A produção de intermediários reativos de oxigênio, como oxigênio singlet, depende da concentração, da localização do fotossensibilizante no tecido alvo, assim como da dose de luz utilizada. Tanto as lâmpadas de amplo espectro quanto os LEDs (do inglês light emitting diodes) constituem fontes de luz adequadas para que os efeitos citotóxicos da terapia fotodinâmica resultem na destruição do tumor ou seus efeitos imunomodulatórios atuem melhorando as condições inflamatórias cutâneas. Resumo em inglês Photodynamic therapy involves the administration of a photosensitizing drug and its subsequent activation by light at wavelengths matching the absorption spectrum of the photosensitizer. Currently, topical photodynamic therapy has received approval for the treatment of cutaneous oncologic conditions such as actinic keratoses, Bowen’s disease and superficial basal cell carcinoma in many countries in the world. Multicenter randomized controlled studies have demonstrated hi (mais) gh efficacy and superior cosmetic outcome over standard therapies. For many non-oncologic dermatological diseases such as acne vulgaris, viral warts and localized scleroderma, case reports and small series have confirmed the potential of photodynamic therapy. After the development of topical photosensitizers 5-aminolevulinic acid (ALA) or its methyl ester (MAL), photodynamic therapy has gained worldwide popularity in dermatology, as these drugs do not induce prolonged phototoxicity as the systemic photosensitizing hematoporphyrin derivatives do. The production of reactive oxygen intermediates such as singlet oxygen depends on the concentration and localization of the photosensitizer in the diseased tissue as well as the applied light dose. Either incoherent lamps or LED arrays are suitable for the cytotoxic effects resulting in tumor destruction or immunomodulatory effects improving inflammatory condition.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

39

Pulmão profundo: Reacção celular ao VIH/ Deep lung: Cellular reaction to HIV

Marques, Maria Alcide Tavares; Alves, Vera; Duque, Victor; Botelho, M Filomena
2007-03-01

Resumo em português A evolução da infecção VIH é caracterizada por uma grande variabilidade individual. Na verdade, omo em outros processos da mesma natureza, depende largamente das complexas inter-relacções que num dado momento se estabelecem entre o hospedeiro e o agente agressor. Contudo, nesta infecção, essa correlação assume um papel determinante. Desde o início da pandemia que o pulmão se assumiu como alvo preferencial de complicações, quer de origem infecciosa quer de o (mais) utras etiologias. A esta inevitabilidade biológica diríamos não serem de facto estranhas as características anatomo-funcionais do órgão, enquanto interface privilegiada entre o meio interno e o ambiente exterior, aliadas a particularidades de ordem imunológica que o tornam, sob muitos aspectos, um órgão único. Cedo se constatou que esta infecção se acompanhava de uma disfunção imunológica progressiva que culminava na completa exaustão deste sistema nas fases terminais da doença. Desde o reconhecimento da SIDA até à presente data foram sendo adquiridos enormes conhecimentos não só em relação ao vírus, como aos seus mecanismos patogénicos, no entanto subsistem ainda numerosas questões para as quais o estado da arte ainda não dispõe de respostas. Nessas incluíriamos os efeitos do VIH na dinâmica celular do pulmão. Vários estudos efectuados, nos quais tivemos oportunidade de participar, demonstraram a apresença de uma alveolite linfocitária durante a fase assintomática da infecção. Desde essa altura têm-se vindo a adquirir novos conhecimentos relativos aos mecanismos imunológicos e bioquímicos subjacentes à entrada do VIH nas células, às células-alvo, ao microambiente citocínico, assim como de outros mediadores celulares envolvidos. Neste contexto, a descoberta de que receptores específicos de quimiocinas actuavam como co-receptores para o VIH abriu definitivamente um novo capítulo na investigação dirigida aos mecanismos responsáveis pelo tropismo viral e infecção celular. Neste âmbito, vários autores têm salientado a importância, para além da molécula CD4, dos receptores quimiocínicos CCR5 e CXCR4 na ligação e, posteriormente, na entrada do vírus nas células, reconhecendo-se em relação ao primeiro uma importância fundamental na transmissão da infecção, enquanto que o CXCR4 parece ser utilizado por estirpes virais que emergem tardiamente no decurso da doença, quer isoladamente, quer em associação com o CCR5. Resumo em inglês The course of HIV infection is accompanied by a wide individual variability. The complex and large interplay between host and viral factors is crucial in the disease’s evolution. The lung has been recognised from the beginning of the disease as one of the main targets of infectious and non-infectious complications of AIDS. In this setting both anatomic and immunologic particularities of this organ play an important role. The hallmark of HIV is progressive immune dysfunct (mais) ion. Despite the intensive research into the pathogenesis, several questions remain to be answered on the dynamic effects of HIV on pulmonary cells. Previous studies in which we have participated showed the early presence of lymphocytic alveolitis from the asymptomatic phase of infection. Since then, many collected data has brought new insights into the immune and biochemical mechanisms involving HIV cell entry, as well as target cells, cytokines and other cellular mediators. In this context, the discovery that specific chemokine receptors could act as co-receptors for HIV, allowed a better understanding of the mechanisms underlying viral cellular entry and tropism. On this issue several authors have reported that in addition to the CD4 molecule, most strains of HIV use the chemokine receptor CCR5 for viral attachment and entry into the host cells. This receptor seems to be very important in disease transmission, whereas CXCR4 receptor tends to be used by the viral strains that emerge later in the disease in addition to or instead of the CCR5.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

40

Viroses confundíveis com febre aftosa/ Viral diseases to be differentiated from foot-and-mouth disease

Riet-Correa, Franklin; Moojen, Valéria; Roehe, Paulo Michel; Weiblen, Rudi
1996-08-01

Resumo em português Revisam-se as doenças que devem ser consideradas no diagnóstico diferencial de febre aftosa. Dentre as doenças vesiculares ou erosivas, descrevem-se os principais aspectos relacionados ao diagnóstico da estomatite vesicular, diarréia viral bovina, febre catarral maligna, infecções por herpesvírus bovino 1 e 5, e uma estomatite ulcerativa associada a parvovírus bovino, que ocorreu no Rio Grande do Sul; língua azul, para a qual tem sido detectados anticorpos em bo (mais) vinos e ovinos do Rio Grande do Sul; mamilite herpética que ocorre em outros Estados do País;peste bovina, que foi diagnosticada e erradicada no Estado de São Paulo em 1921; estomatite popular; e duas doenças exóticas:exantema vesicular e doença vesicular do suíno. Resumo em inglês Diseases to be considered in the differential diagnosis of foot-and-mouth disease are reviewed. The main aspects relating to the diagnosis of vesicular stomatitis, bovine virus diarrhea, malignant catarrhal fever, bovine herpesvirus 1 and 5, andem ulcerative stomatitis associated with bovine parvovirus are described. Bluetongue, that probably occurs in Rio Grande do Sul because antibodies to the virus have been detected in cattle and sheep; is refered. Bovine ulcerative m (mais) ammilitis, reported in other Brazilian States, rinderpest, reported and eradicated in the State of São Paulo in 1921, and popular stomatitis are also cited, and so are two exotic diseases: vesicular exanthema and swine vesicular disease.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

41

Vigilância epidemiológica e avaliação da assistência às meningites/ Epidemiologic surveillance and evaluation of meningitis hospital care

Escosteguy, Claudia Caminha; Medronho, Roberto de Andrade; Madruga, Roberto; Dias, Hellen Gruezo; Braga, Ricardo Cerqueira; Azevedo, Otília Pimenta
2004-10-01

Resumo em português OBJETIVO: Analisar o perfil clínico-epidemiológico dos casos de meningite internados em hospital público e os fatores associados à evolução hospitalar. MÉTODOS: Foram analisados 694 casos confirmados, notificados e investigados pelo serviço de epidemiologia de um hospital público de 1986 a 2002. Os dados foram coletados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), como parte da rotina local de vigilância epidemiológica. Foi realizada análise (mais) multivariada por regressão logística. RESULTADOS: Etiologias mais freqüentes: criptocócica (12,3%; letalidade =37,7%); meningocócica (8,7%; letalidade =13,3%); pneumocócica (7,2%; letalidade =46%); tuberculosa (6,1%; letalidade =40,5%); estafilocócica (5,2%; letalidade =38,9%), viral (5,5%; letalidade =7,9%); hemófilo (2,9%; letalidade =20%). 38,8% dos casos apresentavam etiologia não especificada (letalidade =36%) e 17,3% estavam associados à infecção pelo HIV. Observou-se meningite hospitalar em 27,1% e seqüelas em 9,2% dos casos com alta hospitalar. Variáveis associadas a uma maior chance de óbito: etiologia (referência viral) - tuberculose, criptococo, estafilococo, meningococo, não especificada, outros gram negativos, cândida e pneumococo; infecção pelo HIV; coma. A tríade febre, vômitos e rigidez de nuca associou-se a uma menor chance de óbito. CONCLUSÕES: A elevada proporção de etiologia não especificada e letalidade alta podem refletir problemas de processo de assistência e/ou seleção dos casos relacionada ao perfil do hospital. A vigilância epidemiológica operante no nível hospitalar foi capaz de retro-alimentar os serviços com indicadores da assistência, sendo pertinente o uso do Sinan neste nível. Resumo em inglês OBJECTIVE: To analyze the clinical-epidemiological profile and in-hospital death predictors of infectious meningitis patients admitted to a public hospital. METHODS: There were studied 694 cases of meningitis notified and investigated by a public hospital's epidemiology service from 1986 to 2002, using the National Information System of Notifiable Diseases (SINAN) as part of the local routine of epidemiologic surveillance. Statistics analysis included multivariate logisti (mais) c regression. RESULTS: The most frequent etiologies were: cryptococcal (12.3%; case-fatality =37.7%); meningococcal (8.7%; fatality =13.3%); pneumococcal (7.2%; fatality =46%); tuberculous (6.1%; fatality =40.5%); staphylococcal (5.2%; fatality =38.9%), viral (5.5%; fatality =7.9%); Haemophilus (2.9%; fatality =20%). The proportion of cases of non-specified etiology was 38.8% (fatality =36%) and 17.3% were associated to HIV infection. It was found that 27.1% were nosocomial meningitis and 9.2% of the surviving cases had sequelae. The logistic regression model identified the following death predictors of infectious meningitis: etiology (reference: viral category) - tuberculous, cryptococcal, staphylococcal, meningococcal, non-specified, other Gram-negative, Candida and pneumococcal; HIV co-infection; coma. Fever, vomiting and neck stiffness were associated to a lower odds of death. CONCLUSIONS: The high proportion of non-specified etiology and high case-fatality may reflect problems in the hospital care process and/or case selection. The epidemiologic surveillance system operating at the hospital level was able to feedback the services with clinical indicators. The use of SINAN at the local level was considered useful and pertinent

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

42

Vigilância epidemiológica e avaliação da assistência às meningites/ Epidemiologic surveillance and evaluation of meningitis hospital care

Escosteguy, Claudia Caminha; Medronho, Roberto de Andrade; Madruga, Roberto; Dias, Hellen Gruezo; Braga, Ricardo Cerqueira; Azevedo, Otília Pimenta
2004-10-01

Resumo em português OBJETIVO: Analisar o perfil clínico-epidemiológico dos casos de meningite internados em hospital público e os fatores associados à evolução hospitalar. MÉTODOS: Foram analisados 694 casos confirmados, notificados e investigados pelo serviço de epidemiologia de um hospital público de 1986 a 2002. Os dados foram coletados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), como parte da rotina local de vigilância epidemiológica. Foi realizada análise (mais) multivariada por regressão logística. RESULTADOS: Etiologias mais freqüentes: criptocócica (12,3%; letalidade =37,7%); meningocócica (8,7%; letalidade =13,3%); pneumocócica (7,2%; letalidade =46%); tuberculosa (6,1%; letalidade =40,5%); estafilocócica (5,2%; letalidade =38,9%), viral (5,5%; letalidade =7,9%); hemófilo (2,9%; letalidade =20%). 38,8% dos casos apresentavam etiologia não especificada (letalidade =36%) e 17,3% estavam associados à infecção pelo HIV. Observou-se meningite hospitalar em 27,1% e seqüelas em 9,2% dos casos com alta hospitalar. Variáveis associadas a uma maior chance de óbito: etiologia (referência viral) - tuberculose, criptococo, estafilococo, meningococo, não especificada, outros gram negativos, cândida e pneumococo; infecção pelo HIV; coma. A tríade febre, vômitos e rigidez de nuca associou-se a uma menor chance de óbito. CONCLUSÕES: A elevada proporção de etiologia não especificada e letalidade alta podem refletir problemas de processo de assistência e/ou seleção dos casos relacionada ao perfil do hospital. A vigilância epidemiológica operante no nível hospitalar foi capaz de retro-alimentar os serviços com indicadores da assistência, sendo pertinente o uso do Sinan neste nível. Resumo em inglês OBJECTIVE: To analyze the clinical-epidemiological profile and in-hospital death predictors of infectious meningitis patients admitted to a public hospital. METHODS: There were studied 694 cases of meningitis notified and investigated by a public hospital's epidemiology service from 1986 to 2002, using the National Information System of Notifiable Diseases (SINAN) as part of the local routine of epidemiologic surveillance. Statistics analysis included multivariate logisti (mais) c regression. RESULTS: The most frequent etiologies were: cryptococcal (12.3%; case-fatality =37.7%); meningococcal (8.7%; fatality =13.3%); pneumococcal (7.2%; fatality =46%); tuberculous (6.1%; fatality =40.5%); staphylococcal (5.2%; fatality =38.9%), viral (5.5%; fatality =7.9%); Haemophilus (2.9%; fatality =20%). The proportion of cases of non-specified etiology was 38.8% (fatality =36%) and 17.3% were associated to HIV infection. It was found that 27.1% were nosocomial meningitis and 9.2% of the surviving cases had sequelae. The logistic regression model identified the following death predictors of infectious meningitis: etiology (reference: viral category) - tuberculous, cryptococcal, staphylococcal, meningococcal, non-specified, other Gram-negative, Candida and pneumococcal; HIV co-infection; coma. Fever, vomiting and neck stiffness were associated to a lower odds of death. CONCLUSIONS: The high proportion of non-specified etiology and high case-fatality may reflect problems in the hospital care process and/or case selection. The epidemiologic surveillance system operating at the hospital level was able to feedback the services with clinical indicators. The use of SINAN at the local level was considered useful and pertinent

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

43

Vacinas e o trato respiratório: o que devemos saber?/ Vaccination and the respiratory tract: what should we know?

Farhat, Calil Kairalla; Cintra, Augusto Leite; Tregnaghi, Miguel W.
2002-12-01

Resumo em português Objetivos: o presente artigo tem por objetivo apresentar uma revisão acerca das principais vacinas utilizadas na população pediátrica, com impacto direto na prevenção dos processos infecciosos infantis do trato respiratório. Fontes dos dados: foram analisadas informações de artigos publicados em revistas científicas nacionais e internacionais, selecionados por busca direta ou por pesquisa nas bases de dados Lilacs e Medline. Síntese dos dados: o artigo foi estr (mais) uturado em tópicos, apresentando questões relativas à imunização contra os patógenos freqüentes do trato respiratório em humanos, como: Haemophilus influenza, vírus influenza, vírus respiratório sincicial e Streptococcus pneumoniae. Conclusões: a prevenção de doenças respiratórias, através de imunização, constitui-se numa das principais medidas para controle das infecções respiratórias. O acesso da população a estas novas vacinas, principalmente contra Haemophilus influenza, o que já ocorre há alguns anos com reconhecida eficácia, e agora contra o Streptococcus pneumoniae (vacina heptavalente) apontam para uma nova perspectiva, direcionada para o manejo da doença respiratória infantil. Em populações de risco, o controle da doença de etiologia viral através da imunização de forma ativa contra o vírus influenza, e de forma passiva para o vírus respiratório sincicial, também constituem medidas eficazes na redução da doença respiratória. Resumo em inglês Objective: this article aims at presenting a review of the main vaccines used in the pediatric population with direct impact on the prevention of infectious processes of the respiratory tract in children. Sources: data from articles published in national and international scientific journals. The data were selected by means of direct search or search in the Lilacs and Medline databases. Summary of the findings: this article was structured in topics, presenting issues rela (mais) ted to immunization against frequent pathogens of the respiratory tract in human beings: Haemophilus influenza, influenza virus, respiratory syncytial virus and Streptococcus pneumoniae. Conclusions: the prevention of respiratory diseases through immunization is one of the main measures for the control of respiratory infection. These new vaccines, especially against Haemophilus influenza, have been available for some years with acknowledged efficacy. Now, the vaccine against Streptococcus pneumoniae (heptavalent vaccine) leads to a new perspective towards the management of respiratory diseases in children. In risk populations, the control of viral diseases through immunization, actively against the influenza virus and passively against the syncytial respiratory virus, is also an efficient measure to reduce respiratory disease.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

44

Vacinas com marcadores antigênicos contra o vírus da rinotraqueíte infecciosa bovina e o vírus da doença de Aujeszky/ Vaccines with antigenic markers against bovine herpesvírus type-1 and pseudorabies vírus

Zanella, Janice Reis Ciacci; Flores, Eduardo Furtado
1995-01-01

Resumo em português Vacinas contra o herpes vírus bovino tipo-1 (IBRV, vírus da rinotraqueíte infecciosa) e o herpesvírus suíno (PRV, vírus da doença de Aujeszky) têm sido amplamente utilizadas em vários países para minimizar as perdas associadas à essas infecções. As vacinas tradicionais, no entanto, induzem uma resposta humoral indistinguível da resposta à infecção natural, o que não permite a distinção entre animais vacinados dos infectados naturalmente. Isto tem dific (mais) ultado o estabelecimento de medidas de controle e erradicação dessas enfermidades. Nos últimos anos, a manipulação genética desses vírus tem permitido a obtenção de mutantes com marcadores antigênicos específicos. A estratégia consiste na deleção de uma ou mais glicoproteínas do envelope viral que não são essenciais para a replicação do vírus e o uso desses mutantes como vacinas. A utilização de um teste sorológico específico para a glicoproteína deletada permite a distinção entre animais vacinados dos infectados com o vírus de campo. A utilização de vacinas com marcadores antigênicos, também chamadas de vacinas diferenciais, tem sido a base de programas de controle e erradicação da doença de Aujeszky em vários países e começa a ser utilizada no controle da rinotraqueíte infecciosa bovina. Este artigo apresenta uma breve revisão sobre as bases moleculares e biológicas das vacinas diferenciais para o IBRV e PRV, assim como possíveis aplicações dessas vacinas no controle dessas enfermidades no Brasil em um futuro próximo. Resumo em inglês Vaccination has been widely used to minimize the economic losses caused by bovine herpesvírus type-1 (IBRV) and pseudorabies virus (PR V) infections. The traditional vaccines, however, induce a humoral response that is indistinguishable from that induced by the natural infection. The impossibility of distinction between vaccinated and naturally infected animais has impaired the establishment of control and eradication programs for these diseases. In the last years, the g (mais) enetic manipulation of infectious agents has allowed the development of mutants that are detective in expression of specific envelope glycoproteins. The strategy consists of deletion of one or more non-essential viral envelope glycoproteins and the use of these mutants as vaccines. By using a serologic test that is specific for the deleted glycoprotein, it is possible to differentiate the vaccinated animais from those that have been naturally infected. The use of these genetically engineered vaccines, also known as marker vaccines, has been the basis for control and eradication programs of Aujeszky's disease in several countries and has recently begun to be utilized for IBRV. This article presents a brief review on the molecular and biological basis of the differential vaccines against IBRV and PRV and the possible applications of such vaccines in the control of these infections in the near future in Brazil.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

45

Transmissão de begomovírus de plantas daninhas para tomateiros pela mosca-branca/ Begomovirus transmission from weeds to tomato by the whitefly

Silva, A.K.F.; Santos, C.D.G.; Nascimento, A.K.Q.
2010-01-01

Resumo em português Dentre numerosas enfermidades do tomateiro (Lycopersicon esculentum), destacam-se as viroses causadas por begomovírus, os quais são transmitidos pelo vetor Bemisia tabaci biótipo B. Na Chapada da Ibiapaba-CE, os begomovírus têm sido encontrados em várias áreas onde o tomateiro é cultivado, causando sérios danos à produção. Este trabalho teve por objetivos investigar a transmissão de begomovírus a partir de tomateiros infectados para plantas daninhas e verifi (mais) car seu retorno das plantas daninhas para o tomateiro. Mudas sadias de tomateiro 'Santa Clara' e das plantas daninhas bredo-de-espinho (Amaranthus spinosus), caruru-de-mancha (Amaranthus viridis), mentrasto (Ageratum conyzoides) e picão-preto (Bidens pilosa) foram submetidas à inoculação por dois métodos: com o inseto vetor e por enxertia. Após 15 dias, realizou-se a extração do DNA de amostras foliares dos tomateiros e das espécies daninhas inoculadas. A PCR realizada com oligonucleotídeos degenerados e específicos para begomovírus revelou que na transmissão com o vetor as quatro espécies de plantas daninhas foram infectadas com o begomovírus do tomateiro, enquanto que, por enxertia, apenas o picão-preto foi infectado. O retorno do vírus das plantas daninhas para o tomateiro foi também observado nos dois casos. Percentuais de 70, 50, 20 e 12,5% de transmissão para os tomateiros ocorreram quando o vetor adquiriu o vírus em mentrasto, bredo-de-espinho, picão-preto e caruru-de-mancha, respectivamente. Na enxertia, a transmissão viral para os tomateiros ocorreu apenas quando se empregaram seções de bredo-de-espinho e de picão-preto infectados. As espécies daninhas investigadas demonstraram ser hospedeiras alternativas do begomovírus de tomate da região e, em condiçõs de campo e na presença do vetor, podem constituir importantes fontes do begomovírus para a hortaliça. Resumo em inglês The viruses caused by begomovirus are considered the most important virus diseases affecting tomato plants (Lycopersicon esculentum). They are transmitted by the whitefly, Bemisia tabaci biotype B, and natural infections of those viruses have been reported in weeds, which can constitute important sources of the pathogen for the tomato. In Chapada da Ibiapaba-CE, the begomovirus has been found in numerous areas where tomatoes are cultivated causing serious damage to the pr (mais) oduction. The aim of this study was to investigate the transmission of begomovirus from infected tomatoes to weeds and from infected weeds to tomatoes. Healthy weed seedlings commonly found in tomato crops, such as Amaranthus spinosus, Amaranthus viridis, Ageratum conyzoides and Bidens pilosa, as well as healthy tomato seedlings were inoculated with the viruses by using the vector or grafting. After 15 days of inoculation, leaves of the weed and tomato plants were collected for DNA extraction. Using specific oligonucleotides for begomovirus in a PCR reaction, the presence of begomovirus could be detected in all four weed species tested when tomato was used as a source of inoculum and whiteflies were used as vector. By grafting, only B. pilosa showed to be infected by begomovirus in the PCR reaction. When the four weed species infected with begomovirus were used as inoculum for the tomato seedlings, the transmission was also detected by PCR. When the vector acquired the virus in A. conyzoides, A. spinosus, B. pilosa and A. viridis, the percentage of transmission to the tomato plants was 70, 50, 20 and 12.5%, respectively.The viral transmission through grafting from infected weeds to tomatoes only occurred when infected A. spinosus or B. pilosa were used as grafts. The investigated weeds demonstrated to be alternative hosts of the tomato begomovirus, and, under natural conditions and in the presence of the vector,they can be important begomovirus sources for the tomato plants.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

46

Síndrome nefrótica córtico-sensível e diabetes mellitus tipo 1 de início simultâneo/ Simultaneous onset of steroid-sensitive nephrotic syndrome and type 1 diabetes

Rego Filho, Eduardo A.; Mello, Solange F. R.; Omuro, André M.; Loli, José O. C.
2003-11-01

Resumo em português OBJETIVO: Apresentação de um caso de ocorrência simultânea de síndrome nefrótica córtico-sensível e diabetes mellitus tipo 1. A raridade da associação dessas duas doenças, os sintomas clínicos e os exames laboratoriais que confirmaram o diagnóstico, bem como as dificuldades no tratamento com corticóides, tornam este caso de grande interesse. DESCRIÇÃO: Um menino de 3 anos e 11 meses iniciou edema progressivo até anasarca. Confirmado diagnóstico de síndr (mais) ome nefrótica, iniciou tratamento com prednisona 2 mg/kg/dia. Após três semanas de tratamento, observaram-se importante perda de peso, de 23 kg para 16 kg, poliúria, polidipsia e apatia. Exames laboratoriais evidenciaram hiperglicemia, 657 mg/dl, glicosúria sem proteinúria, acidemia e cetonúria. Com o diagnóstico de cetoacidose diabética, iniciou-se insulinoterapia associada a prednisona. Permaneceu com dose diária de NPH. Aos quatro anos e um mês, apresentou novo episódio de cetoacidose associado a infecção das vias aéreas superiores e sem proteinúria. Teve recaída da síndrome nefrótica aos quatro anos e quatro meses, com boa resposta a prednisona. Nova recaída após três meses, durante retirada de prednisona, optando-se por iniciar ciclofosfamida diária associada a prednisona em dias alternados, com normalização da proteinúria. Permanece em remissão, atualmente com cinco anos e seis meses, recebendo insulina diariamente. Outros exames revelaram C3 e C4 séricos normais, função renal normal, hematúria microscópica ocasional, anticorpos anti-GAD (descarboxilase glutâmica) normais; anticorpos antiilhotas positivos. A tipagem HLA classes I e II forneceu os seguintes resultados: A2; B44, B52; DR4, DR8, DR53. COMENTÁRIOS: A ocorrência simultânea de síndrome nefrótica córtico-sensível e diabetes mellitus tipo 1 é muito rara. Os autores discutem os dados de literatura, o padrão familiar e os estudos de HLA. Resumo em inglês OBJECTIVE: We describe the case of a boy with steroid-sensitive nephrotic syndrome coexisting with type-1 diabetes mellitus. The interest to this clinical case is due to the unusual association of these diseases, the clinical symptoms and laboratory tests used to confirm diagnosis and the difficulties on corticotherapy. DESCRIPTION: Nephrotic syndrome was diagnosed in a boy (age 3 years and 11 months) with generalized edema. Marked weight loss (23 to 16 kg), polyuria, pol (mais) ydipsia and weakness were observed after three weeks of treatment with prednisone 2 mg/kg/day. Diabetic ketoacidosis was confirmed by laboratory tests: hyperglycemia (glucose 657 mg/dl), glycosuria without proteinuria, acidosis and ketonuria. Therapy with insulin and prednisone was started. He was then maintained on a daily dose of NPH insulin. At age 4 years and 1 month a new episode of ketoacidosis without proteinuria occurred in association with a viral infection of the upper airways. At age 4 years and 4 months nephrotic syndrome relapsed, but the child responded well to steroid therapy. There was another relapse three months later, when prednisone treatment was interrupted. This led to the introduction of cyclophosphamide, with good results. Since then, the patient (now 5 years and 6 months old) has been taking insulin daily and nephrotic syndrome has not relapsed. Plasma levels of C3 and C4 and renal function are normal. Hematuria is occasionally present. Anti-GAD antibodies (glutamic decarboxilase) are normal and anti-islet cell antibodies are positive. HLA antigens: A2; B44; B52; DR4; DR8; DR53. COMMENTS: The simultaneous occurrence of steroid-sensitive nephrotic syndrome and type-1 diabetes mellitus is rare. The literature data, the familiar pattern and studies on HLA antigens are discussed.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

47

Síndrome inflamatória da reconstituição imunológica/ Immune reconstitution inflammatory syndrome

Nadal, Sidney Roberto; Manzione, Carmen Ruth
2009-03-01

Resumo em português Os esquemas de drogas antirretrovirais reduzem a letalidade e a morbidez da infecção pelo HIV, modificando o curso clínico das doenças oportunistas e das auto-imunes. Todavia, entre 10 e 25% dos doentes, a restauração do sistema imune provoca intensa reação contra as infecções co-existentes, causando manifestações atípicas por agentes oportunistas, com acentuada inflamação tecidual.. O conjunto dos parâmetros clínicos e laboratoriais resultantes dessa res (mais) posta inflamatória exacerbada tem sido denominado como síndrome inflamatória da reconstituição imunológica (SIRI). A piora clínica paradoxal de doença conhecida ou o aparecimento de nova afecção, depois do início dos antirretrovirais, caracterizam a síndrome.Os potenciais mecanismos incluem a recuperação parcial do sistema imune ou a resposta imunológica acentuada do hospedeiro ao estímulo antigênico. Parece haver duas apresentações distintas: uma precoce, que ocorre nos três primeiros meses após o início dos antirretrovirais, consequente à reação imunológica contra agentes oportunistas que se mantinham na forma de doença subclínica, e outra tardia, que surge após meses ou anos como evolução da reação imunológica contra patógenos oportunistas cujas manifestações seriam inesperadas. A síndrome acomete preferencialmente aqueles com contagens dos linfócitos T CD4 inferiores a 50/mm³ e carga viral muito alta, antes do início do HAART, bem como a presença não detectada de antígenos de microorganismos cujas manifestações clínicas seriam inesperadas. A maioria das manifestações é dermatológica, particularmente, herpes genital e verrugas. Entretanto, entre os co-infectados com Mycobacterium tuberculosis, Mycobacterium avium complex, Cryptococcus neoformans, a síndrome chega a acometer até 45% dos doentes. De interesse para o Proctologista, podemos citar casos relacionados ao herpes simples, herpes zoster, molusco contagioso, verrugas anogenitais, sarcoma de Kaposi, obstrução intestinal devida a histoplasmose disseminada e pancolite ulcerativa por CMV, levando a perfuração intestinal. A interação entre as equipes médicas deverá identificar a síndrome e definir o tratamento mais adequado para cada doente, evitando evoluções adversas. Resumo em inglês Highly active anti-retroviral therapy (HAART) reduces HIV infection mortality and morbidity, modifying natural history of opportunistic and auto-immune diseases. However, in 10 to 25% of patients, the immune system restoration will provoke severe reaction against co-existent infections, causing diseases, by opportunistic agents, with atypical features, and intense tissue inflammation. All clinical and laboratorial changes resulting from this increased inflammatory respons (mais) e are called immune reconstitution inflammatory syndrome (IRIS). Paradoxical clinic worsening of a known disease or appearance of a new one, after beginning of HAART, characterize this syndrome. Potential mechanisms include partial immune reconstitution or host increased immune response to the antigenic stimulus. There are two main forms: an earlier that arises up to the third month after HAART, due to immune reaction against opportunistic agents that remained in a sub-clinic disease; and other later that emerges after months or years as an immune reaction evolution against opportunistic agents whose manifestations were unexpected. This syndrome occurs mainly in those with less than 50/mm³ T CD4 and very high HIV viral load before HAART, as so non-detected antigens from micro-organisms whose clinical manifestations were unexpected. Most diseases are dermatological, mainly, genital herpes and warts. However, among those infected with Mycobacterium tuberculosis, Mycobacterium avium complex or Cryptococcus neoformans, the syndrome affects up to 45% of patients. For the sake of the Proctologist, we could mention cases of herpes simplex, herpes zoster, contagious moluscus, condylomata acuminata, Kaposi´s sarcoma, bowel obstruction due to disseminated hystoplasmosis and ulcerative colitis by CMV, causing enteric perforation. Interaction among medical staffs should identify the syndrome and define the best treatment for each patient, avoiding undesirable evolutions.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

48

Surdez súbita/ Sudden deafness

Maia, Roberto Alcantara; Cahali, Samir
2004-04-01

Resumo em português A surdez súbita se caracteriza como uma surdez sensorioneural de aparecimento abrupto e sem causa conhecida. Seu acometimento é quase sempre unilateral, sendo acompanhada de zumbidos em aproximadamente 80 por cento dos casos e de tonturas em 30 por cento. O diagnóstico diferencial inclue algumas doenças infecciosas, hematológicas, neurológicas e, principalmente, o schwannoma vestibular. A etiopatogenia da surdez súbita é desconhecida, sendo portanto aventadas algu (mais) mas hipóteses: a hipótese vascular é muito bem aceita, sendo comprovada em alguns estudos experimentais; a hipótese viral, também bastante reconhecida, tem sérias dificuldades na sua comprovação laboratorial; a hipótese auto-imune, mais recentemente relatada, tem o forte respaldo de estudos imunolaboratoriais a seu favor; finalmente, a hipótese de ruptura de membranas (teoria da fístula) vem perdendo terreno em função da sua difícil comprovação. A tendência atual é considerar a surdez súbita como uma afecção de etiopatogenia multifatorial. O tratamento da surdez súbita é o tópico de maior controvérsia. Os corticóides e as drogas vasodilatadoras são as opções mais utilizadas muito em função de sua fácil prescrição associada ao baixo custo. O estudo individualizado de cada caso tende a preconizar diferentes atitudes terapêuticas nos pacientes acometidos pela surdez súbita. Desta forma, diferentes formas de tratamento devem ocupar o espaço dos famosos protocolos de tratamento descritos por inúmeros autores. Resumo em inglês Sudden deafness is characterized as a sensorineural deafness, having an abrupt onset and an unknown cause. It is usually unilateral; tinnitus is present in approximately 80 percent of all cases and vertigo in 30 percent. The differential diagnosis includes some others diseases, such as infectious, hematological, neurological and most likely, the vestibular schawnnoma. The etiophatogenic factors of sudden deafness are unknown; some hypothesis are considered: experimental s (mais) tudies have proved the vascular hypothesis, which is well known; the viral hypothesis is widely accepted, but it has failed in the laboratorial comprovation; most recently the appearance of the autoimmune hypothesis which was proved by immune laboratorial studies, and finally, the hypothesis of the membrane's rupture (fistula's theory) is behind the others because of the difficulty in proving it. Sudden deafness is ultimately considered as an entity of multifactorial ethiopathogenic factors. Treatment of sudden deafness is very controversial. The administration of corticosteriods and vasodilatators drugs is widely accepted since prescription is easily done and inexpensive. The correct approach to sudden deafness is to individualize each patient and to establish different types of treatments depending on the needs of each case. In the near future, different kinds of treatment will take the place of the famous protocols treatments encouraged by many authors.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

49

Surdez súbita idiopática: aspectos etiológicos e fisiopatogênicos/ Idiopathic sudden sensorineural hearing loss: etiopathogenic aspects

Lazarini, Paulo Roberto; Camargo, Ana Cristina Kfouri
2006-08-01

Resumo em português Vários fatores têm sido postulados como causa da surdez súbita idiopática. Por meio de uma revisão bibliográfica foi feita uma análise crítica quanto aos aspectos etiológicos e fisiopatogênicos desta manifestação clínica. Estudos atuais sugerem que os distúrbios vasculares, a ruptura de membranas da orelha interna e as doenças auto-imunes são possíveis causas, mas a afecção viral tem recebido maior atenção nos últimos anos, embora ainda pouco se conh (mais) eça sobre os mecanismos da surdez súbita idiopática. Os vírus podem causar a perda súbita da audição na infecção aguda, mas a forma latente, com uma possível reativação viral, também tem sido considerada no mecanismo de agressão à cóclea. Apesar de uma alteração da viscosidade sangüínea poder explicar a perda auditiva, estudos experimentais e clínicos não mostram sinais de ossificação e de fibrose na cóclea ou de ruptura de membranas do labirinto. Estes fatos contrapõem, respectivamente, a teoria vascular e a da fístula labiríntica. A eventual presença de anticorpos contra a orelha interna sugere que a surdez súbita idiopática possa ser de natureza auto-imune, fato este também não confirmado pela falta de relação entre os aspectos clínicos e morfológicos da doença auto-imune e da perda auditiva. A surdez súbita idiopática é, ainda, um tema controverso e obscuro em diversos aspectos. Resumo em inglês Several factors have been postulated to elicit the etiology of idiopathic sudden sensorineural hearing loss. Through a bibliographic review, we made a critical analysis of the different etiopathogenic aspects of its clinical manifestation. The most recent studies concerning the possible causes of sudden hearing loss suggest vascular disorders, rupture of the inner ear membrane and autoimmune diseases; however, viral infections have received a great deal of attention in re (mais) cent years. Little is known about the mechanism of sudden hearing loss. Viruses can cause sudden hearing loss in an acute infection, however the latent form, and its possible reactivation have also been considered as explanations of the cochlear injury mechanism. Even though hearing loss can be explained by a blood viscosity change, experimental and clinical studies do not show any evidence of labyrinthine fibrosis and new bone formation, or labyrinthine membrane breaks. These findings are not in agreement with vascular and rupture membrane factors, respectively. The eventual presence of antibodies against the inner ear suggests that sudden hearing loss pathogenesis may be of autoimmune nature, but the difficulty in establishing the correlation of its morphological and clinical aspects to the hearing loss also do not help to support this statement. Sudden hearing loss is still a controversial and obscure subject in several aspects.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

50

Soroprevalência e genótipos do vírus da hepatite C em pacientes com lúpus eritematoso sistêmico (LES) em Goiânia, Brasil/ Hepatitis C virus seroprevalence and genotypes in patients with systemic lupus erythematosus (SLE) in Goiânia, Brazil

Barbosa, Vitalina de Souza; Silva, Nílzio Antônio da; Martins, Regina Maria Bringel
2005-08-01

Resumo em português A infecção pelo vírus da hepatite C (HCV) desperta grande interesse em reumatologia por apresentar várias manifestações extra-hepáticas. Diversos estudos mostram associação elevada da infecção pelo HCV com manifestações reumáticas como dores musculares, crioglobulinemia mista, síndrome reumatóide, síndrome de Sjögren, vasculite, glomerulonefrite, fenômeno de Raynaud, poliarterite nodosa, miopatia, auto-anticorpos e outras manifestações de doença difu (mais) sa do tecido conjuntivo. Em estudos anteriores realizados em nosso meio verificou-se a prevalência de 0,9% em gestantes, 1,4% em doadores de sangue, 1,8% em paciente com hanseníase e 2,0% em trabalhadores da área da saúde. OBJETIVO: determinar a prevalência da infecção pelo HCV em pacientes com lúpus eritematoso sistêmico (LES) atendidos no Serviço de Reumatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Goiás (HC-FM-UFG). MÉTODOS: foram entrevistados 175 pacientes com LES e amostras sangüíneas coletadas. Inicialmente, pesquisou-se a presença de anticorpos para o HCV (anti-HCV). As amostras anti-HCV positivas foram submetidas à detecção do RNA viral, pela reação em cadeia da polimerase (PCR) com primers complementares à região 5' não codificante do HCV. As amostras positivas foram genotipadas por line probe assay. RESULTADOS: a prevalência encontrada foi de 2,3% (4/175), e a identificação dos genótipos nas amostras RNA-HCV positivas revelou a presença do tipo 1 do HCV em três pacientes (75%) e do tipo 3 em um paciente (25%). Das quatro pacientes infectadas, três apresentaram evolução clínica favorável e uma evoluiu para óbito em razão de insuficiência renal por nefrite lúpica. CONCLUSÕES: a prevalência de HCV em pacientes com LES revelou-se um pouco maior que a encontrada anteriomente em gestantes, doadores de sangue e em hansenianos, comparável à encontrada em trabalhadores da saúde. Resumo em inglês The hepatitis C virus (HCV) infection is a source of concern in rheumatology because of its extrahepatic manifestations. Many studies have reported association between HCV infection and rheumatological manifestations such as: musculoskeletal pain, essential mixed cryoglobulinemia, rheumatoid arthritis, Sjögren's syndrome, vasculitis, glomerulonephritis, Raynaud's phenomenon, polyarteritis nodosa, myositis, autoantibody and other connective tissue diseases. In previous st (mais) udies developed in our region, prevalences of 0.9%, 1.4%, 1.8% and 2.0% were detected among pregnant women, blood donors, leprosy patients and health professionals, respectively. OBJECTIVE: to investigate the prevalence of hepatitis C virus infection among patients with systemic lupus erythematosus (SLE) in Goiânia, Brazil. METHODS: 175 patients were interviewed and had blood samples tested for HCV antibodies (anti-HCV) by a third generation enzyme linked immunosorbant assay (ELISA). RNA-HCV was detected by polymerase chain reaction (PCR) with primers complementary the 5' non-coding region of the HCV genoma, in all anti-HCV positive serum samples and genotyped by a line probe assay. RESULTS: an overall HCV infection prevalence of 2.3% (4/175) was found. Genotyping of RNA-HCV positive samples revealed HCV type 1 in 3 (75%) and type 3 in 1 (25%) patient. Clinical course was favorable in all HCV positive patients, except one, who died due to renal insuficiency related to lupus nephritis. CONCLUSIONS: anti-HCV prevalence among patients with SLE was slitghly higher than the prevanlence observed in pregnant women, healthy blood donors and leprosy patients, and similar to health professionals.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

51

Soroprevalência da anemia infecciosa eqüina, da arterite viral dos eqüinos e do aborto viral eqüino no município de Uruará, PA, Brasil/ Seroprevalence of equine infection anemia, equine viral arteritis and equine viral abortion in Uruará municipality, Pará state, Brazil

Heinemann, Marcos Bryan; Cortez, Adriana; Souza, Maria do Carmo Custódio de; Gotti, Tatiana; Ferreira, Fernando; Homem, Valéria Stachini Ferreira; Ferreira Neto, José Soares; Soares, Rodrigo Martins; Sakamoto, Sidnei Mioshi; Cunha, Elenice Maria Sequetin; Richtzenhain, Leonardo José
2002-01-01

Resumo em português Os vírus da anemia infecciosa eqüina (VAIE), da arterite viral dos eqüinos (VAVE) e do aborto viral eqüino (Herpesvírus eqüino tipo 1, HVE-1) são agentes causadores de enfermidades nos eqüídeos que podem causar graves prejuízos econômicos. O objetivo do presente trabalho foi estimar a soroprevalência de anticorpos contra os vírus VAIE, VAVE e HVE-1, utilizando como unidades de análise os eqüídeos e as propriedades rurais do tipo familiar do município de U (mais) ruará, PA. Os anticorpos contra o VAIE foram pesquisados pela prova de imunodifusão em gel de ágar e os anticorpos contra o VAVE e o HVE-1 pela prova de soroneutralização. O tamanho da amostra foi estimado a partir de um total de 2069 propriedades, caracterizadas por agricultura familiar e ausência de vacinações contra o VAVE e o HVE-1. Foi adotado um nível de confiança de 90%, com uma precisão de 15% e prevalência estimada de 50%. As seguintes prevalências de animais soro reatores para os diferentes vírus foram observadas: VAIE: 17,71% (IC 10,67 - 26,83%); HVE-1: 17,71% (IC 10,67 - 26,83%) e VAVE: 0,00% (IC 0,00 - 3,77%). As seguintes prevalências de propriedades com pelo menos um animal soro reator para os diferentes vírus foram observadas: VAIE: 53% (IC 38,12 - 68,12%); HVE-1: 40.62% (IC 25.96 - 56.65%) e VAVE: 0% (IC 0 - 6.94%). Resumo em inglês Equine infection anemia virus (EIAV), Equine arteritis virus (EAV) and Equine herpesvirus 1 (EHV 1) are the causal agents of diseases which may bring economical losses. The aim o of this study was to estimate the prevalence of herds and animals infected with EIA, EAV and EHV in Uruará municipal district, Pará State-Brazil. Antibodies against EIAV were detected by the immunodiffusion test and those against EAV and HEV-1 by the serum neutralization test. Sample size was e (mais) stimated from 2069 holder farms that raised Equidae and did not vaccinate against EAV and EHV. A 90% confidence level was adopted with 15% precision and 50% estimated prevalence. The herd was considered positive when it had at least one positive animal. The following prevalence of serum reactors animals were observed: VAIE: 17,71% (IC 10,67 - 26,83%), HVE-1: 17,71% (IC 10,67 - 26,83%) and VAVE: 0,00% (IC 0,00 - 3,77%). The following prevalence of positive herds were observed: VAIE: 53% (IC 38,12 - 68,12%), HVE-1: 40.62% (IC 25.96 - 56.65%) and VAVE: 0% (IC 0 - 6.94%).

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

52

Retinite por citomegalovírus em pacientes pediátricos infectados pelo vírus da imunodeficiência humana em tratamento com "highly active antiretrovirus therapy"/ Cytomegalovirus retinitis in pediatric patients with AIDS receiving highly active antiretrovirus therapy

Dimantas, Maria Angélica; Finamor, Luciana Peixoto; Ewert, Vânia; Nakanami, Célia; Muccioli, Cristina
2004-09-01

Resumo em português OBJETIVO: Descrever uma série de casos de retinite pelo citomegalovírus (CMV), na população pediátrica infectada pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV), em tratamento com inibidores de protease e inibidores da transcriptase reversa (HAART), que apresentaram falência terapêutica e ausência de resposta aos antivirais utilizados no tratamento do CMV. MÉTODOS: Três pacientes pediátricos portadores da síndrome da imunodeficiência humana (AIDS), em tratament (mais) o com HAART, foram submetidos a exame oftalmológico em um centro universitário de referência - UNIFESP. RESULTADOS: Os três pacientes do sexo masculino apresentavam média de idade de seis anos (variando entre 10 meses e 13 anos) e todos pertenciam à classificação C3 (CDC - Atlanta - EUA 1994). A média obtida entre a contagem de linfócitos CD4+ dos três casos foi de 67 cel/mm³ (variando entre 43 - 98 cel/mm³); e a média da carga viral foi de 190.000 cópias/ml (variando entre 53.600 - 460.000 cópias/ml). Os três pacientes desenvolveram resistência ao uso dos antiretrovirais análogos de nucleosídeos inibidores da transcriptase reversa e aos inibidores de protease (HAART), e em todos os casos foram utilizados antivirais específicos para o tratamento da retinite pelo CMV sem sucesso. CONCLUSÕES: Os benefícios obtidos desde a introdução da era HAART são, sem dúvida, sem precedentes dentro do quadro evolutivo da AIDS. O início da falência terapêutica observado com relação às drogas do HAART tem colaborado de maneira decisiva para o surgimento de casos de retinite pelo CMV tão agressivos quanto os observados na era pré-HAART. O exame de rotina para pacientes pediátricos torna-se fundamental, tanto pela escassez de estudos realizados neste grupo específico, quanto pela importância de seu prognóstico visual. Resumo em inglês BACKGROUND: To describe three cases of cytomegalovirus retinitis occurring in HIV-infected children taking protease inhibitors combined with transcriptase inhibitors (HAART). METHODS: Three cases of HIV-infected children taking highly active antiretrovirus therapy (HAART) underwent an ocular examination at a university referral center - UNIFESP. RESULTS: The average age was 6 years (10 months to 13 years old), and all of them were C3 (CDC - Atlanta - EUA 1994). Median CD4 (mais) cell count and plasma HIV RNA were 67 cells/mm³ (43 - 98 cells/ mm³) and 190.000 copies/ml (53.600 - 460.000 copies/ml). The three patients presented HAART failure and all of them were treated with anti-CMV agents without success. CONCLUSION: The unprecedented benefits resulting from highly active antiretroviral therapy (HAART) have been well described. However, treatment failure has become increasingly complex, because of the aggressive forms of opportunistic diseases like CMV retinitis, despite anti-CMV agents. Prompt diagnosis and treatment are essential to minimize the risk of long-term loss of vision for these infected children.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

53

Recomendações quanto à amamentação na vigência de infecção materna/ Recommendations for breastfeeding during maternal infections

Lamounier, Joel A.; Moulin, Zeina S.; Xavier, César C.
2004-11-01

Resumo em português OBJETIVO: Revisão da literatura com o enfoque de amamentação e doenças infecciosas maternas, no intuito de contribuir com conhecimentos para decisões a serem tomadas pelo profissional de saúde. FONTES DE DADOS: Informações foram obtidas em consultas que incluíram livros-texto, normas técnicas, artigos selecionados por meio de busca na base de dados Lilacs e MEDLINE, além de referências específicas. SÍNTESE DOS DADOS: Nutrizes com doenças infecciosas podem t (mais) ransmitir agentes patogênicos pelo leite materno para a criança. Embora a amamentação confira proteção à criança, ela pode também ser uma importante fonte de infecção. Doenças maternas causadas por vírus, fungos e agentes parasitários podem, em alguns casos, ser transmitidas via leite humano. Para mães com infecções pelo vírus da imunodeficiência humana e vírus T-linfotrópicos humanos tipo I, a recomendação é não amamentar. Nas demais doenças, é necessária uma avaliação cuidadosa, mas, em geral, na maioria dos casos, o aleitamento materno é mantido. CONCLUSÕES: Algumas doenças, principalmente as causadas por vírus, podem ser transmitidas durante a amamentação. O profissional de saúde, ao identificar uma nutriz com infecção viral ativa ou outra doença infecciosa, necessita tomar a decisão de suspender ou não a amamentação, o que pode ser um fato angustiante pelo seu papel fundamental na promoção e estímulo ao aleitamento materno. Resumo em inglês OBJECTIVE: To make a literature review on breastfeeding and maternal infectious diseases in order to contribute with knowledge and information that can aid the pediatrician to decide upon allowing infected mothers to breastfeed their babies or not. SOURCES OF DATA: Lilacs and MEDLINE databases were searched for books, technical rules and articles on the issue of breastfeeding and infected mothers. SUMMARY OF THE FINDINGS: Infected lactating mothers can transmit pathogenic (mais) agents to their infants. Although breastfeeding protects the child it can also be a dangerous source of infection. Maternal diseases caused by bacteria, virus, fungi and parasites may sometimes be transmitted via human milk. The literature points out that mothers infected with HIV and T-lymphotropic human viruses (type I) should not breastfeed. With other diseases a careful approach should be made, but, in general, breastfeeding is maintained. CONCLUSION: The mother who is exposed to infectious diseases may transmit pathogenic agents through the human milk, attention should also be made to milk from milk banks. The healthcare provider must take his/her decision upon suspending breastfeeding or not, what can be distressful, once he/she has a fundamental role in promoting and stimulating breastfeeding.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

54

Prevalência, fatores de risco e caracterização genética dos vírus linfotrópico de células T humana tipo 1 e 2 em pacientes infectados pelo vírus da imunodeficiência humana tipo 1 nas Cidades de Ribeirão Preto e São Paulo/ Prevalence, risk factors and genetic characterization of human T-cell lymphotropic virus types 1 and 2 in patients infected with human immunodeficiency virus type 1 in the cities of Ribeirão Preto and São Paulo

Kleine Neto, Walter; Sanabani, Sabri Saeed; Jamal, Leda Fátima; Sabino, Ester Cerdeira
2009-06-01

Resumo em português O objetivo deste estudo foi definir a prevalência dos vírus linfotrópico de células T humana tipo 1 e 2 em pacientes positivos para o vírus da imunodeficiência humana tipo 1 no Estado de São Paulo, Brasil. Avaliamos 319 indivíduos atendidos em clínicas de Ribeirão Preto e Capital. Os pacientes foram entrevistados e testados sorologicamente. Foram seqüenciadas as regiões tax e long terminal repeat para diferenciação e determinação do subtipo. A soroprevalê (mais) ncia geral foi de 7,5% (24/319) e esteve associada somente com uso de drogas injetáveis e ao vírus da hepatite tipo C (p Resumo em inglês The aim of this study was to define the prevalence of human T cell lymphotropic virus types 1 and 2 in patients who were positive for human immunodeficiency virus type 1 in the State of São Paulo, Brazil. We evaluated 319 individuals infected with HIV type 1 who were attended at specialized clinics in two cities (Ribeirão Preto and São Paulo). The patients were interviewed and tested for antibodies against HTLV types 1 and 2 (Orthoâ HTLV-1/HTLV-2 Ab-Capture enzyme imm (mais) unoassay). Direct DNA sequencing of polymerase chain reaction products from the tax region of HTLV type 2 and the long terminal repeat region of HTLV types 1 and 2 were performed to differentiate and determine the subtypes. The overall prevalence of anti-HTLV type 1 and 2 antibodies was 7.5% (24/319; 95% CI: 5.2-11.5). HTLV type 1 and 2 infection was associated with a history of injected drug use and with antibodies for hepatitis C virus (p 0.05). HTLV DNA was detected in 13 out of 24 samples, of which 12 were characterized as HTLV subtype 2c and one as HTLV subtype 1a. Among the 12 HTLV type 2 samples, seven were from injected drug users, thus indicating that this route is an important risk factor for HTLV type 2 transmission among our population infected with HIV type 1.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

55

Prevalência do anticorpo da hepatite A em crianças e adolescentes com hepatopatia crônica/ Prevalence of hepatitis A antibody in children and adolescents with chronic liver disease

Ferreira, Cristina T.; Taniguchi, Adriano N. R.; Vieira, Sandra M.; Lima, Jorge P.; Silveira, Themis R. da
2002-12-01

Resumo em português Objetivo: avaliar a prevalência de hepatite viral A (HVA) em crianças e adolescentes portadores de doenças crônicas do fígado, em um serviço de hepatologia pediátrica. Métodos: entre maio de 1999 e fevereiro de 2001, foi estudada a prevalência de anticorpos anti-HVA total em 60 crianças e adolescentes, entre 1 e 16 anos de idade, portadoras de hepatopatias crônicas, provenientes da unidade de gastroenterologia pediátrica e programa de transplante hepático inf (mais) antil do serviço de pediatria do Hospital de Clínicas de Porto Alegre. O anti-HVA, realizado através de um teste laboratorial comercialmente disponível em nosso meio (Abbott - MEIA HAVAB - sistema AXSYM), foi determinado e relacionado com a idade, com o sexo, com a cor, com o diagnóstico etiológico da hepatopatia e com a renda familiar dos pacientes. Resultados: apenas uma criança de 1 ano, portadora de atresia biliar, foi excluída do estudo por apresentar anti-HVA indeterminado, em duas ocasiões. Das 59 crianças restantes, 14 (24%) apresentavam resultados positivos para o anti-HVA total. As idades dos pacientes com anti-HVA positivos variaram de 1 a 16 anos (x= 7,7 anos e mediana 8,5 anos). Não houve diferença significante entre idade, sexo e cor entre os grupos positivo e negativo. A renda familiar foi menor no grupo dos pacientes anti-HVA positivo, mas não mostrou diferença estatística significante. A diferença de prevalência de anti-HVA entre as etiologias das hepatopatias está, provavelmente, relacionada à idade mais do que ao diagnóstico. Conclusões: na população estudada, a maioria (76%) das crianças e adolescentes portadoras de hepatopatias crônicas é suscetível à infecção pelo vírus A, podendo apresentar, portanto, um curso mais grave e complicações, se adquirirem HVA. Sugerimos, então, que esses pacientes devam receber a vacina inativada contra HVA. Resumo em inglês Objective: to evaluate the prevalence of Hepatitis A virus (HAV) in children and adolescents with chronic liver disease in a unit of pediatric hepatology. Methods: between May 1999 and February 2001, we studied the prevalence of anti-HAV in 60 children and adolescents with chronic liver disease, aged between 1 and 16 years, from the Unit of Pediatric Hepatology of the Hospital de Clínicas de Porto Alegre. The total anti-HAV was determined by a commercially available comp (mais) etitive ELISA method (Abbott), and compared with age, sex, race, etiologic diagnosis and family income of each patient. Results: a one-year old child was not included in the study because she presented twice with undetermined anti-HAV results. Among the other 59 patients, 14 (24%) presented a positive result of total anti-HAV. The ages of test-positive subjects varied between 1 and 16 years old (mean = 7.7 years, median = 8.5). The differences between positive and negative groups in relation to age, sex and race were not statistically significant. Family income was lower in anti-HAV positive patients, but this difference was not significant. The differences between the etiologies of liver diseases were probably more related to the age than to the etiologies of the diseases. Conclusions: in the studied population, the majority (76%) of children and adolescents with chronic liver disease are susceptible to hepatitis A virus infection and, consequently, they could present a more severe disease or even fulminant hepatitis A. We strongly suggest that these subjects receive Hepatitis A inactivated vaccine.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

56

Prevalência de coilocitose em biópsias penianas de parceiros de mulheres com lesões genitais induzidas pelo HPV/ Prevalence of koilocytosis in penile biopsies of partners of women with HPV-induced genital lesions

Antunes, Alberto Azoubel; Lyra, Ricardo; Calado, Adriano Almeida; Antunes, Mabel Azoubel; Falcão, Evandro
2004-01-01

Resumo em português OBJETIVO: determinar a prevalência de coilocitose em biópsias penianas de parceiros de mulheres com lesões genitais induzidas pelo HPV e analisar os fatores de risco envolvidos com a infecção peniana. MÉTODOS: foram incluídos neste estudo de coorte transversal 80 parceiros de mulheres com lesões induzidas pelo HPV no período de maio de 2002 a junho de 2003. A média de idade dos pacientes foi de 34,1 anos (variando de 16 a 63). Todos os pacientes negavam ou desco (mais) nheciam qualquer tipo de lesão genital. Foram submetidos à anamnese específica quanto a presença de sintomas uretrais, passado de doenças sexualmente transmissíveis (DST), número de parceiras sexuais, uso de preservativos e postectomia. Posteriormente foram submetidos à peniscopia com a utilização de soluções de ácido acético e azul de toluidina, tendo sido colhido material para biópsia das lesões de aspecto morfológico sugestivo de contaminação por HPV. A análise estatística foi realizada pelo teste do chi2. RESULTADOS: o exame foi considerado negativo em 24 pacientes (30%). Todos os outros 56 pacientes (70%) apresentaram lesões acetobrancas e azul de toluidina positivas. Destes, 53 foram biopsiados, e 41 pacientes (77,3%) apresentaram biópsia com alterações histológicas sugestivas de infecção pelo HPV. CONCLUSÕES: a prevalência da infecção genital masculina pelo HPV foi de 51,2%, e nenhum fator de risco analisado foi associado com uma maior prevalência da infecção genital pelo vírus. Resumo em inglês PURPOSE: to determine the prevalence of koilocytosis in penile biopsies of partners of women with HPV-induced genital lesions, and to analyze the risk factors associated with the penile viral infection. METHODS: a total of 80 partners of HPV-infected women with genital lesions were included in this transversal cohort study. The study was carried out between May 2002 and June 2003. The mean age was 34.1 years (16 to 63). No patient reported any kind of genital lesion. They (mais) answered questions regarding the presence of urethral symptoms, history of sexually transmitted diseases, number of sexual partners, use of condoms, and circumcision. The patients were submitted to peniscopy with acetic acid and toluidine blue solutions and finally to biopsy of the suspected lesions. Data were analyzed statistically by the chi2 test. RESULTS: the examination was considered negative in 24 patients (30%). All remaining 56 patients (70%) showed white lesions and toluidine blue-positive lesions. Of these, 53 were submitted to biopsy and 41 (77.3%) presented histological changes suggestive of HPV infection. CONCLUSIONS: the prevalence of the male genital infection was 51.2% and no risk factor analyzed was associated with an increased prevalence of HPV genital infection.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

57

Presença de parvovírus B19 em Manaus, AM/ Occurrence of parvovirus B19 in Manaus, AM

Figueiredo, Regina Maria Pinto de; Lima, Mário Lira de; Almeida, Tânia Maria Carvalho; Bastos, Michele de Souza
2005-10-01

Resumo em português A investigação de 1.107 casos de doenças exantemáticas em Manaus permitiu a identificação dos primeiros 47 casos de parvovírus humano B19 na cidade. O parvovírus B19 foi caracterizado por uma combinação de sinais e sintomas como febre, cefaléia, artralgia, mialgia e exantema. A freqüência de exantema foi maior em indivíduos menores de quinze anos e, no adulto, prevaleceram a febre e artropatias. O maior número de casos foi registrado em 1999. Quanto à faix (mais) a etária, nos menores de 15 anos, predominou o sexo masculino e, entre os adultos, o feminino. Este estudo, portanto, ressalta a necessidade de se elucidar a causa de doenças exantemáticas que ocorrem no Estado do Amazonas e indica que estudos são necessários, no que concerne à atividade viral. Resumo em inglês Investigation of 1,107 cases of exanthematous diseases in Manaus allowed the identification of the first 47 cases of human parvovirus B19 in the city. Parvovirus B19 was characterized by a combination of signs and symptoms such as fever, chronic headache, arthralgia, myalgia and exanthema. The frequency of exanthema was higher in individuals less than fifteen years old. In adults, fever and arthropathy were the most frequent symptoms. The highest number of cases was regis (mais) tered in 1999. Regarding gender, male sex was predominant among infected individuals younger than fifteen years old, and female sex in adults. This study, therefore, underscores the necessity for clarifying the causes of exanthematous illnesses that occur in the State of Amazonas and investigation of the viral activity.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

58

Pesquisa do vírus herpes simples na saliva de pacientes com paralisia facial periférica de Bell/ Herpes simplex virus in the saliva of peripheral Bell’s palsy patients

Lazarini, Paulo Roberto; Vianna, Melissa Ferreira; Alcantara, Mônica Porto Alves; Scalia, Rodolfo Alexander; Caiaffa Filho, Hélio Hehl
2006-02-01

Resumo em português Os primeiros herpes-vírus a serem descritos foram os tipos 1 e 2, cuja denominação é herpes simplex 1 e 2 ou HSV-1 e HSV-2. Estes vírus possuem características biológicas particulares, tais como a capacidade de causar diferentes tipos de doenças, assim como estabelecer infecções latentes ou persistentes por toda a vida dos hospedeiros e de serem reativados causando lesões que podem se localizar no sítio da infecção primária inicial ou próxima a ele. Postul (mais) a-se que a reativação deste vírus no gânglio geniculado esteja relacionada com a paralisia de Bell. Nesta situação, os vírus, que estariam latentes neste gânglio, sofreriam reativação e replicação difundindo-se pelo nervo facial e seus ramos, dentre eles o nervo corda do tímpano, que ao estimular a secreção salivar possibilitaria a identificação do DNA viral na saliva dos pacientes. Até recentemente, um grande número de pacientes eram diagnosticados como portadores de uma forma desta paralisia, chamada de idiopática ou de paralisia de Bell. Com o advento da técnica de estudo do DNA viral pelo método da reação da polimerase em cadeia (PCR), diversos autores encontraram DNA do vírus herpes simplex tipo I no líquido cefalorraquidiano, na secreção lacrimal, na saliva e nos gânglios geniculados de pacientes com paralisia de Bell. OBJETIVO: observar a prevalência do vírus herpes simplex tipo I pela técnica de PCR, na saliva de pacientes com PFP de Bell, relacionando-a com a evolução clínica destes casos. METODOLOGIA: Avaliamos 38 pacientes portadores de Paralisia Facial Periférica de Bell, que foram submetidos a anamnese, exame médico geral e otorrinolaringológico e coleta de saliva para detecção do DNA viral pela técnica de PCR. O grupo controle correspondeu a 10 adultos normais. RESULTADOS: Obtivemos positividade para o DNA viral em 11 casos dos 38 avaliados, o que corresponde a 29% da amostra. Este resultado foi estatisticamente significante se comparado ao grupo controle, no qual não foi obtido nenhum caso de positividade. CONCLUSÃO: Concluiu-se que a presença do HSV-1 na saliva de pacientes portadores de PFP de Bell indica que a reativação viral pode ser a etiologia desta doença. A detecção do vírus na saliva destes pacientes não influencia o prognóstico da doença. Resumo em inglês The first herpes virus to be described was types 1 and 2, whose denomination is herpes simplex 1 and 2 or HSV -1 and HSV -2. These viruses have specific biological characteristics, such as the ability to cause different kinds of diseases, as well as to establish host’s latent or persistent lifetime infections and also of being reactivated, causing lesions that can be located at the same site of the initial primary infection or close to it. It is suggested that this virus (mais) reactivation in the geniculate ganglion may be related to Bell’s palsy. In this situation, the viruses that would be latent in this ganglion, would suffer reactivation and replication, then be diffused through the facial nerve and its branches, among them the chorda tympani nerve, which by stimulating salivary secretion would enable the identification of the viral DNA in the patients’ saliva. Until recently, a great number of patients was diagnosed as holders of this kind of paralysis, named idiopathic or Bell’s palsy. With the introduction of the technique studying the viral DNA by Polymerase Chain Reaction (PCR), several authors have found herpes simplex virus type I DNA in the cerebrospinal fluid, in the lachrymal secretion, in the saliva and in the geniculate ganglia of patients with Bell’s palsy. AIM: observe the occurrence of herpes simplex type I virus using PCR technique in the saliva of patients with Bell’s palsy and relating it to the clinical evolution of these cases. METHODOLOGY: We evaluated 38 patients with Bell’s palsy submitted to anamnesis, clinical and ENT examination and saliva sampling for viral DNA detection by PCR technique. The control group was ten normal adults. RESULTS: We found positive viral DNA in 11 cases out of the 38, which corresponded to 29% of the sample. This result was statistically significant if compared to the control group, in which we did not find any positive case. CONCLUSION: The end result was that the presence of HSV -1 in the saliva of patients with Bell’s palsy indicating that the viral reactivation can be the etiology of this disease. The detection of the virus in these patients’ saliva does not influence the disease prognosis.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

59

Níveis plasmáticos de vitamina A e os resultados obstétricos e perinatais em gestantes portadoras do vírus da imunodeficiência humana ( HIV)

El Beitune, Patrícia; Duarte, Geraldo; Vannucchi, Hélio; Quintana, Silvana Maria; Figueiró-Filho, Ernesto Antonio; Nunes de Morais, Edson; Nogueira, Antonio Alberto
2004-12-01

Resumo em português Avaliar os níveis plasmáticos de vitamina A e a sua associação com os resultados obstétricos e perinatais em gestantes portadoras do HIV. Estudo observacional e prospectivo realizado no Setor de Doenças Infecto-Contagiosas em Ginecologia e Obstetrícia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, envolvendo 57 gestantes divididas em 3 grupos: Grupo 1, com 12 gestantes normais, foi o grupo controle; Grupo 2, com 2 (mais) 0 gestantes portadoras do HIV, utilizando AZT; e Grupo 3, com 25 gestantes portadoras do HIV, usando terapia combinada contendo AZT, 3TC e nelfinavir. A avaliação do nível plasmático de vitamina A foi realizada em três períodos equidistantes durante a gestação e no puerpério imediato. Avaliou-se também os níveis dessa vitamina e da hemoglobina no sangue do cordão umbilical. Foram aferidos dados antropométricos maternos, neonatais, assim como a contagem de linfócitos TCD4 e carga viral do HIV durante a gestação. Níveis plasmáticos reduzidos de vitamina A foi observada no grupo 1(25%), no grupo 2(29,4%) e no grupo 3(28,6%). Não se observou associação entre os níveis plasmáticos de retinol materno e a duração da gestação em gestantes do grupo 2 e 3. Nos grupos 1 e 3 observou-se associação entre a concentração materna do retinol e a hemoglobina do RN (p=0,05). De maneira distinta ao grupo controle, não se observou associação entre os níveis de retinol do cordão umbilical e o peso do recém-nascido em gestações do Grupo 2, enquanto uma tendência a essa associação foi observada em gestações do Grupo 3 (p=0,06). Verificou-se alta prevalência de hipovitaminose A na população deste estudo, independente do esquema anti-retroviral utilizado. Resumo em inglês Serum vitamin A during pregnancy and effects on obstetrics and perinatal outcomes in hiv infected pregnant women. To evaluate serum vitamin levels and its association with obstetrics and perinatal results in HIV infected pregnant women. Observational and prospective study carried out at Division of Infectious-Contagious Diseases in Gynecology and Obstetrics of the University Hospital, Medicine School of Ribeirão Preto, University of São Paulo, involving 57 pregnant wome (mais) n divided into 3 groups: Group 1, with 12 normal pregnant women, it was the control group; Group 2, with 20 HIV infected pregnant women, using ZDV; and Group 3, with 25 HIV infected pregnant women, using therapy I contend ZDV, 3TC and nelfinavir. The evaluation of the serum vitamin level was obtained three times during pregnancy at equidistant time intervals and in the immediate period after birth. We also evaluated the levels of this vitamin and the hemoglobin in the blood of the umbilical cord. We obtained maternal and newborn infant anthropometric data, as well as the counting of lymphocyte TCD4 and viral load of the HIV during the pregnancy. Reduced serum vitamin levels were observed in the Group 1(25%), the Group 2(29,4%) and the Group 3(28,6%). Association was not observed between serum levels of maternal retinol and the duration of the gestation in groups 2 and 3. In groups 1 and 3, an association was observed between the maternal concentration of retinol and the newborn hemoglobin (p=0,05). In distinct way to the Control group, association was not observed between the retinol levels of the umbilical cord and the weight of the newborn in gestations of Group 2, while a trend to this association was observed in gestations of Group 3 (p=0,06). We observed high prevalence of hipovitaminosis A in the population of this study, regardless of antiretroviral scheme used.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

60

Lentivírus de pequenos ruminantes (CAEV e Maedi-Visna): revisão e perspectivas/ Lentiviruses of small ruminants (CAEV and Maedi-Visna): a review and perspectives

Callado, Ana Karina Cunha; Castro, Roberto Soares de; Teixeira, Maria Fátima da Silva
2001-09-01

Resumo em português Os lentivírus de pequenos ruminantes (SRLV), cujos protótipos são os vírus da Artrite-Encefalite Caprina (CAEV) e Maedi-Visna, são patógenos amplamente distribuidos, os quais causam doenças degenerativas progressivas lentas em caprinos e ovinos, determinando importantes perdas econômicas. Estes vírus causam infecções persistentes com período de incubação longo e causam inflamatórias e degenerativas. As lesões são induzidas em tecidos específicos do hospe (mais) deiro como articulações, pulmões, CNS e glandulas mamárias devido à replicação viral em células da linhagem monocítico-fagocitária que são as principais células-alvo. A infecção ocorre principalmente durante os primeiros meses de vida, através da ingestão de vírus no leite ou colostro de cabras ou ovelhas infectadas. A indução da resposta imunológica é variável e não protege contra a infecção. O diagnóstico é baseado primariamente na detecção de anticorpos para SRLV, geralmente por imunodifusão em gel de agar (AGID) e enzyme linked immunosorbent assay (ELISA). O diagnóstico e separação ou descarte dos animais soropositivos associado ao uso de certas práticas de manejo, especialmente das crias, são os principais meios implementados para prevenir a disseminação de SRLV, uma vez que ainda não existe vacina contra o vírus. As estratégias adotadas pelos SRLV para enfrentar o sistema imune dificultam o diagnóstico da infecção, controle ou prevenção da disseminação de SRLV. Esta revisão apresenta alguns aspectos das lentivíroses de pequenos ruminantes baseadas em estudos filogenéticos de amostras isoladas, aspectos clínicos e imunopatológicos. Resumo em inglês Small ruminant lentiviruses (SRLV), whose prototypes are Caprine Arthritis-Encephalitis virus (CAEV) and Maedi-Visna virus, are the causative agents of slow progressive degenerative diseases of goats and sheep (infected animals), responsible for significant economic losses. These viruses cause persistent infections with long periods of incubation and induce inflammatory and degenerative lesions. The lesions are induced in target organs of the host such as joints, CNS, lun (mais) gs and mammary glands due to viral replication in cells of the monocyte/macrophage lineage which is the main target cell. Infections occur particularly in the young and are acquired through ingestion of virus in milk or colostrum from infected does or ewes. The induction of immune response is variable and does not protect against the infection. Diagnosis is primarily based on the presence of SRLV antibodies usually detected by agar gel immunodiffusion (AGID) or enzyme linked immunosorbent assays (ELISA). As no vaccine is available, most often employed schemes to prevent spread of SRLV are based on segregation or/and culling of positive animals associated with management practices, especially the offspring. The strategies of SRLV for dealing with the immune system make difficult to accomplish diagnosis of infection, control or prevention of the viral spread. This review shows aspects of SRLV based on their phylogenetic studies of fields isolates, clinical, and immuno-pathological features.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

61

Inquérito sorológico de rubéola na era pré-vacinação, em creches, escolas e maternidades de Fortaleza (Brasil)/ Serologic survey of rubella in the pre-vaccine era in child-care centers, schools and maternity units of Fortaleza

Rey, Luís C.; Barbosa, Luiza M.M.; Osterno, Carmen L.; Ramalho, Isabel L.C.; Vilar, Dina C.L.F.; Memória, Ângela M.F.; Vieira, Lúcia C.; Gonçalves, Valéria F.
2000-11-01

Resumo em português Objetivo: Identificar a prevalência de rubéola em diversas idades e grupos populacionais e a suscetibilidade de mulheres gestantes e puérperas segundo idade, número de filhos e aborto espontâneo. Métodos: Estudo transversal de tipo inquérito sorológico. Pré-escolares e escolares foram selecionados em creches e escolas públicas distribuídas por distritos sanitários de Fortaleza. As gestantes e puérperas saudáveis foram recrutadas em duas grandes maternidades (mais) e três ambulatórios públicos de pré-natal. Indivíduos previamente vacinados e portadores de doenças crónicas ou agudas foram excluídos. Foi obtido consentimento escrito de todos os participantes ou responsáveis. Para detecção qualitativa de IgG sérica anti-rubéola utilizou-se o método de Elisa-indireto. Resultados: As soroprevalências médias por idade de 999 amostras foram 2 a 5 anos = 59% (136/23l); 6 a 9 anos = 53% (109/204); 10 a 19 anos = 56% (243/432); e 20 a 39 anos = 80% (106/132). A idade média de 187 gestantes e puérperas foi de 23 anos (10-39) com soroprevalência de 76% (142/187), 62% no grupo de 15-19 anos e 83% no grupo de 26-39 anos. Uma maior soroprevalência esteve associada à maior idade materna (p Resumo em inglês Objectives: To identify rubella prevalence in different ages and population groups and rubella susceptibility of pregnant and post-partum women according to age, number of children and spontaneous abortion. Methods: Cross-sectional study of sero-survey type. Children and students were selected in day-care centers and schools distributed by health districts of Fortaleza. Pregnant and postpartum healthy women were recruited in two large maternity units and three antenatal c (mais) linics; individuals previously vaccinated and presenting chronic or acute diseases where excluded. Written consent was obtained from participants or their caretakers. Anti-rubella IgG qualitative detection was performed with an Elisa-sandwich assay. Results: Mean age-specific sero-prevalence rates of 999 samples 2 to 5 years = 59% (136/23l); 6 to 9 years = 47% (95/204); 10 to 19 years = 56% (243/432) and 20 lo 39 years = 80% (106/132). The mean age of 187 pregnant and postpartum women was 23 years (10-39) with a sero-prevalence of 76% (142/187), where 62% sero-positives aged 15 to 19 and 83% aged 26 to 39 years. A higher sero-prevalence was related to women’s age (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

62

Indícios de Rotavirus na etiologia de um surto de infecção de origem alimentar/ Rotavirus as potential ethiological agent of a foodborne disease outbreak

Rodrigues, Maura Menezes; Bertin, Brigitte Marie Angele; Assis, Luana de; Duarte, Edelmiro Balado; Avelar, Angela Maria Oliveira de; Paixão, Joana Terra Seca da; Mattos, Mariana da Costa; Souza, Miliane Moreira Soares de
2004-03-01

Resumo em português Doenças transmitidas por alimentos têm merecido especial atenção por parte de pesquisadores em todo mundo. Os surtos alimentares de etiologia viral têm sido tratados inadequadamente como sendo de menor importância quando comparados com aqueles de etiologia bacteriana. O rotavírus é um importante agente causador de doenças diarréicas graves, sendo responsável por significativo número de óbito em vários países. Este trabalho é um relato de surto de gastroent (mais) erite ocasionado por rotavírus, ocorrido em estabelecimento comercial com 720 funcionários, dos quais 51 relataram sintomas de mal-estar, vômito, diarréia, náusea e calafrios. Foi realizada análise microbiológica da água, coletada em diversos pontos, bem como de todos os alimentos e bebidas oferecidos para consumo dos funcionários. Nenhum destes apresentou contaminação por microbiota bacteriana patogênica, nem alterações em suas características sensoriais e organolépticas. De acordo com a estimativa do risco atribuível a cada um dos alimentos, o pão com manteiga oferecido foi apontado como alimento suspeito, somado ao fato de que o único manipulador incumbido do preparo deste produto apresentava-se com infecção por rotavírus. Resumo em inglês Foodborne diseases have been deserving special attention by researchers of the whole world. Viral etiology outbreaks of foodborne diseases have been improperly treated as less important than bacterial ones. Rotavirus is the most reported cause of gastroenteritis and accounts for thousands of deaths annually. The present work reports a Rotavirus-induced disease outbreak in a commercial establishment, where 51 employees related symptoms like diarrhea, vomits, nausea. Water, (mais) food and beverages were analyzed microbiologically. No pathogenical bacterial contamination were detected, neither any modification on sensorial characteristics. According to the "attributable risk" of each food involved, bread and butter was considered suspicious food, and epidemiological approach pointed to the fact that the employee responsible for preparing this food was rotaviruses sicked just before the outbreak spreading.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

63

Inclusões intracelulares associadas à "espiga branca" do trigo/ Intracellular inclusions associated with white spike disease of wheat

Kitajima, E. W.; Caetano, V. R.; Costa, A. S.
1971-05-01

Resumo em português Fragmentos da epiderme inferior de fôlhas de trigo com sintomas típicos da anomalia conhecida como "espiga branca", examinados ao microscópio convencional, mostraram a constante ocorrência de inclusões intracelulares, de dimensões avantajadas e de aspecto fibrilar e enovelado. Freqüentemente, células adjacentes aquelas que continham inclusões apresentavam formações aciculares, em seu interior. Seções ultrafinas dessas folhas, examinadas ao microscópio electr (mais) ô-nico, revelaram que tais inclusões eram de localização citoplasmática e formadas por uma massa de partículas filamentosas de 7-10 m¼ em diâmetro e de comprimento indeterminado, idênticas àquelas encontradas em preparações "leaf dip". Várias alterações celulares, como hipertrofia do nucléolo, degeneração dos cloroplastos e vesicularização do retículo endoplasmático, puderam também ser notadas. Ocasionalmente, formações cristalinas foram notadas na periferia e mesmo no interior do núcleo. A semelhança das inclusões citoplasmáticas e das partículas que as compõem, com aquelas descritas, associadas à infecção do vírus da "hoja blanca" do arroz, e também o fato de o trigo desenvolver sintomas do tipo espiga branca quando inoculado experimentalmente com o vírus da "hoja blanca", parecem reforçar a sugestão de que a espiga branca do trigo teria etiologia virosa e que o agente causal seria do grupo do vírus da "hoja blanca" do arroz. A constante associação das inclusões celulares com a condição de espiga branca, em trigo, constitui mais um elemento para sua rápida diagnose. Resumo em inglês Light microscopic examination of epidermal strips from leaves of wheat (Triticum sativumL.) showing typical symptoms of the white spike (WS) disease, demonstrated the constant occurrence of huge, fibrous and whorled intracellular inclusions. Occasionally cells adjacent to those having inclusions contained needle-like formations. The whorled inclusions appeared in ultrathin section profiles as loose aggregates of threadlike elements, 7-10 m¼ in diameter and of indetermina (mais) ble length, within the cytoplasm. They seem to represent filamentous particles found in leaf dip preparations from affected plants, in situ. Nucleolus hypertrophy, chloroplast degeneration and changes in endoplasmic reticulum were frequently noticed in affected tissues. Occasionally small crystalline inclusions were found nearby or within the nucleus. The presence of these fibrous, whorled inclusions associated to WS condition, reinforces the suggested viral etiology, due to the similarity of these inclusions with virus aggregates found in tissues infected with several other viruses of the beet yellows virus group. Besides symptomatology, the particle and inclusion morphology of rice "hoja blanca" virus are very similar to WS of wheat, suggesting that both diseases are induced by viruses of the same complex. The ease with which the inclusions are detected in epidermal strips, constitutes a quick and secure method to diagnose the WS disease.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

64

Hepatite aguda criptogênica: uma entidade heterogênea com possibilidades de complicações/ Acute cryptogenic hepatitis: a heterogeneous entity, with possible complications

Codes, Liana; Schinoni, Maria Isabel; Freitas, Luiz Antonio Rodrigues; Rolim, Carlos Eduardo; Matos, Ludmilla; Matteoni, Luciana; Andrade, Zilton; Paraná, Raymundo
2006-08-01

Resumo em português Hepatites agudas ou crônicas de causas não definidas constituem um problema na prática de médicos clínicos e gastroenterologistas. Apesar do desenvolvimento de sofisticados testes laboratoriais, uma proporção significativa das hepatites ainda permanece com causa não-determinada. São as chamadas hepatites criptogênicas ou hepatites não A-E. Possíveis etiologias são sugeridas: vírus desconhecido, doenças metabólicas ou hepatite auto-imune de apresentação a (mais) típica. Recentemente, nosso grupo demonstrou que, num centro de referência no Brasil, 17% dos casos de hepatites agudas são criptogênicos, com alguns aspectos sugerindo etiologia viral. Nós relatamos quatro casos de hepatite aguda criptogênica, demonstrando a heterogeneidade dessa condição clínica associada à possibilidade de complicações, o que justifica uma criteriosa investigação epidemiológica, clínica e laboratorial, assim como o acompanhamento desses pacientes. Resumo em inglês Acute or chronic hepatitis with no defined causes constitute a problem for clinical and gastroenterologists. In spite of sophisticated tests, a substantial proportion of hepatitis remains with no certain cause. They are cryptogenic hepatitis or hepatitis no A-E. Possible aetiologies are suggested: unknown virus, metabolic diseases or auto-immune hepatitis with atypical presentation. Recently, our group demonstrated that, in a reference center for hepatic diseases in Brazi (mais) l, 17% of cases of acute hepatitis are cryptogenic, with some aspects suggesting viral aetiology. We described four clinical cases of acute cryptogenic hepatitis, demonstrating the heterogeneity of this condition that may be associated with possible complications. This justifies a careful epidemiological and laboratorial investigation, as well as a follow-up of those patients.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

65

Hepatite aguda colestática pelo propiltiouracil: relato de caso/ Acute cholestatic hepatitis induced by propylthiouracil: case report

PAROLIN, Mônica Beatriz; LOPES, Reginaldo Werneck; TELLES, José Ederaldo Queiroz; IOSHII, Sergio Ossamu; HAJAR, Nemer
2000-04-01

Resumo em português Propiltiouracil é uma droga amplamente utilizada no tratamento do hipertiroidismo. A hepatotoxicidade é um dos efeitos colaterais mais raros e também mais graves associados a ela. Relata-se um caso de hepatite aguda colestática que acomete um jovem de 15 anos em uso de propiltiouracil para tratamento de hipertiroidismo. Causas virais, metabólicas e autoimunes foram excluídas e a biopsia hepática revelou achados histopatológicos sugestivos de hepatite colestática (mais) induzida por droga. Com a suspensão da droga, houve remissão dos sintomas e normalização progressiva das provas de função hepática. Raramente, os pacientes em uso de propiltiouracil podem desenvolver injúria hepática grave. Resumo em inglês Propylthiouracil is widely used to treat patients with hyperthyroidism. However, propylthiouracil-induced hepatitis is an uncommon entity. The case of a 15-year-old boy treated with propylthiouracil for hyperthyroidism who developed a cholestatic acute hepatitis is reported. Viral, metabolic and autoimmune liver diseases were excluded and liver biopsy showed a pattern suggestive of drug-induced cholestatic hepatitis. After discontinuating the drug, there was a progressive (mais) resolution of symptoms and normalization of liver biochemical tests. Despite its rarity, patients receiving propylthiouracil are exposed to develop severe hepatotoxicity.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

66

Freqüência de sarampo, rubéola, dengue e eritema infeccioso entre casos suspeitos de sarampo e rubéola no estado de Pernambuco, no período de 2001 a 2004/ Frequency of measles, rubella, dengue and erythema infectiosum among suspected cases of measles and rubella in the State of Pernambuco between 2001 and 2004

Oliveira, Maria José Couto; Cordeiro, Marli Tenório; Costa, Fabianni Menezes; Murakami, Gabriela; Silva, Ana Maria Sinício da; Travassos, Risalva Correia; Magalhães, Vera
2008-08-01

Resumo em português O estudo teve como objetivo verificar a freqüência de sarampo, rubéola, dengue e eritema infeccioso entre casos suspeitos de sarampo e rubéola, no estado de Pernambuco, Brasil. Foram testadas 1.161 amostras de soro coletadas no período de 2001 a 2004, para as quatro viroses, utilizando-se ensaios imunoenzimáticos para detecção de anticorpos IgM. Desse total, 276 (23,8%) amostras foram positivas para uma das quatro viroses analisadas. Foram detectados 196 (16,9%) c (mais) asos positivos para dengue, 38 (3,3%) para eritema infeccioso (parvovírus B19), 32 (2,8%) para rubéola e 10 (0,9%) para sarampo. Entre os casos suspeitos de sarampo e rubéola, a infecção pelo vírus dengue foi a mais freqüente, seguida pelo parvovírus B19. A semelhança de manifestações clínicas entre as doenças exantemáticas contribui para dificultar o diagnóstico de sarampo, rubéola, dengue e eritema infeccioso, quando observados apenas os critérios clínicos. Deve-se salientar que os quatro testes utilizados foram insuficientes para diagnosticar 76,2% das doenças febris exantemáticas notificadas. Este é o primeiro estudo que evidencia a circulação de parvovírus B19 humano em Pernambuco. Resumo em inglês This study had the aim of investigating the frequency of measles, rubella, dengue and erythema infectiosum among suspected cases of measles and/or rubella in the state of Pernambuco, Brazil. A total of 1,161 serum samples collected between 2001 and 2004 were tested for these four viral diseases, using enzyme immunoassays to detect IgM antibodies. Out of this total, 276 (23.8%) samples were positive for one of the four viral diseases analyzed. There were 196 positive cases (mais) (16.9%) for dengue, 38 (3.3%) for erythema infectiosum (parvovirus B19), 32 (2.8%) for rubella and 10 (0.9%) for measles. Among the suspected cases of measles and rubella, dengue infection was the most frequent, followed by parvovirus B19. The similarity of the clinical manifestations among rash diseases contributes towards making it difficult to diagnose measles, rubella, dengue and erythema infectiosum on clinical grounds alone. It must be emphasized that the four tests used were insufficient for diagnosing 76.2% of the febrile and rash diseases notified. This is the first study bringing evidence of human parvovirus B19 circulation in Pernambuco.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

67

Febres hemorrágicas por vírus no Brasil/ Viral hemorrhagic fevers in Brazil

Figueiredo, Luiz Tadeu Moraes
2006-04-01

Resumo em português Chamando a atenção para as febres hemorrágicas por vírus, que em sua maioria tem escassa informação divulgada e provavelmente são subnotificadas, mostra-se neste artigo casos clínicos das 4 doenças deste tipo que ocorrem no Brasil: febre amarela, dengue hemorrágico/síndrome de choque do dengue, febre hemorrágica por arenavírus e síndrome pulmonar e cardiovascular por hantavírus. Também, relevantes aspectos clínicos, laboratoriais e epidemiológicos destas (mais) viroses são aqui abordados. São doenças que têm alta letalidade e induzem extravasamento capilar e coagulopatia, que podem ser evidenciados pela elevação do hematócrito e plaquetopenia. A suspeita clínica e o tratamento precoce são fundamentais à sobrevida dos pacientes. Resumo em inglês To call atention to viral hemorrhagic fevers, diseases that are mostly underdivulged and, probably, undereported, we present here case reports of the 4 diseases of this kind that occur in Brazil: yellow fever, dengue haemorrhagic fever/dengue shock syndrome, arenavirus haemorrhagic fever and hantavirus cardiopulmonary syndrome. Relevant clinical, epidemiological and laboratorial diagnostic aspects of these viral haemorrhagic fevers are also shown here. These diseases have (mais) a high case fatality rate, induce capillary leaking and blood coagulation disturbances that are evidenced by hemoconcentrantion and thrombocytopenia. An early clinical diagnosis and treatment is fundamental for patient survival.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

68

Fatores relacionados à incidência e disseminação do vírus do mosaico comum do milho/ Factors related to incidence and dissemination of Maize common mosaic virus

ALMEIDA, ANA CARLA L.; OLIVEIRA, ELIZABETH; RESENDE, RENATO O.
2001-12-01

Resumo em português O mosaico comum do milho (Zea mays) destaca-se, atualmente, entre as doenças mais importantes dessa cultura, sendo causada por um complexo de potyvirus transmitido por afídeos. Esse trabalho teve por objetivo a identificação de fatores que podem contribuir para a incidência dessa virose e disseminação do seu agente causal. Plântulas de 115 cultivares dos Ensaios Nacionais de Milho-Centro foram submetidas a quatro inoculações com o complexo viral, utilizando-se, (mais) em cada uma, parcelas com cinco plantas de cada cultivar. A maioria das cultivares mostrou-se suscetível, apresentando sintomas da virose, aos 15 dias após a inoculação. Espécies de gramíneas também foram inoculadas e mostraram-se hospedeiras desses vírus. Através do teste dot-ELISA, a presença dos vírus do mosaico comum foi detectada em folhas de milho provenientes de vários municípios dos estados de São Paulo, Minas Gerais e Goiás. No período de mar/97 a fev/98, dois híbridos de milho foram plantados mensalmente, e semanalmente avaliados quanto à incidência do mosaico comum. Observou-se tendência de maior incidência nos plantios de novembro, dezembro e janeiro, coincidindo com as elevadas temperaturas e precipitações pluviométricas do verão. Os resultados obtidos contribuem para a recomendação de medidas para o controle dessa virose. Resumo em inglês In recent years, mosaic became one of the most important diseases affecting maize (Zea mays) crops. It is caused by a potyvirus complex transmitted by aphid species. The aim of this work was to identify factors that may contribute to increase the incidence and dissemination of this disease. Seedlings of 115 cultivars from three different National Maize Cultivars Trials were tested for their susceptibility to the virus complex via mechanical inoculation of five plants of e (mais) ach cultivar, between October/97 and February/98. Most cultivars were susceptible and showed mosaic symptoms 15 days after inoculation. Several graminaceous species were also inoculated and showed to be hosts of the potyvirus complex. Using the dot-ELISA test, the virus complex could be detected in maize plants collected from different regions of São Paulo, Minas Gerais and Goias states. Between March/97 and February/98 two maize inbred lines were planted monthly and incidence of mosaic was evaluated weekly. The highest incidence was observed in the summer, coinciding with the increase of temperature and the levels of rainfall. These results may contribute to recommending control measures.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

69

Epizootic diseases of oysters associated with viral infections

Comps Michel

Virus infections have been associated with major diseases of oysters of the genus Crassostrea. These infections include gill necrosis virus and hemocytic infection virus diseases of the Portuguese oyster C. angulata and more recently the oyster velar virus disease affecting larval, hatchery-reared P...

DRIVER (Portuguese)

70

Epidemiologia, fisiopatogenia e diagnóstico laboratorial da infecção pelo HTLV-I/ Epidemiology, physiopathogenesis and laboratorial diagnosis of the HTLV-I infection

Santos, Fred Luciano Neves; Lima, Fernanda Washington de Mendonça
2005-04-01

Resumo em português O HTLV-I foi descoberto no início dos anos 1980 e associado a leucemia/linfoma de células T (LLTA) e paraparesia espástica tropical (PET). O HTLV pertence à família Retroviridae e tem um genoma de RNA de fita simples com uma estrutura genética similar à dos demais retrovírus, possuindo os genes gag, pol, env e pX. Este último contém os genes reguladores tax e rex. Tax e Rex são as principais proteínas reguladoras do genoma viral, sendo que Tax regula a transcr (mais) ição do genoma proviral indiretamente ao interagir com diferentes proteínas regulatórias celulares, principalmente genes de citocinas e protoncogenes, e Rex atua como um regulador pós-transcricional do genoma do HTLV-I ao controlar o processamento (splicing) do RNAm viral. Essa infecção é endêmica em diversas regiões do mundo, tais como Japão, vários países da África, Caribe e América do Sul. No Brasil, Salvador é a cidade de maior prevalência, atingindo 1,7% da população geral. A maioria dos indivíduos infectados pelo HTLV-I permanece assintomática no decorrer de suas vidas, correspondendo a aproximadamente 95%. Dos indivíduos sintomáticos, alguns desenvolvem PET e outros, LLTA, sem que suas fisiopatogenias estejam perfeitamente esclarecidas. O diagnóstico rotineiro da infecção causada pelo HTLV-I baseia-se na detecção sorológica de anticorpos específicos para antígenos das diferentes porções do vírus ou através da pesquisa de seqüências genômicas provirais em células mononucleares periféricas. Ainda não existe nenhum estudo epidemiológico com bases populacionais e com metodologias adequadas sobre a infecção pelo HTLV-I que permita conhecer sua real prevalência no Brasil. Resumo em inglês Human T-cell lymphotropic virus type I (HTLV-I) has been identified as the causative agent of both adult T-cell leukemia (ATL) and HTLV-I-associated myelopathy/tropical spastic paraparesis (HAM/TSP). Similar to other retroviruses, HTLV-I has a positive strand RNA diploid genome consisting of four genes: gag, pol, env and pX. The pX region codes for the two regulatory proteins tax and rex. Tax protein is essential for efficient virus expression and plays an important role (mais) for activation of cellular genes, such as cytokine genes and protooncogenes. Rex protein induces the expression of unspliced and single spliced mRNAs and regulates a fine balance between the levels of expression of the viral proteins. HTLV-I is widely spread throughout the world. It is endemic in Japan, Africa, the Caribbean and South America. In Brazil, Salvador city shows the highest HTLV-I prevalence rate (1.7%) of the country. It has been established that a vast majority (nearly 95%) of HTLV-I-infected individuals will remain asymptomatic throughout their life. The mechanisms by which HTLV-I causes diseases are not fully elucidated. The HTLV-I diagnosis is based on serologic detection of specific antibodies against several antigens of the virus or through amplification of proviral sequences in the peripheral blood mononuclear cells. However, there is not an epidemiological study with populational bases and suitable methodology in order to estimate its real prevalence in Brazil.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

71

Epidemiologia das encefalites por arbovírus na amazônia brasileira/ Epidemiology of encephalitis by arboviruses in the Amazon region of Brazil

Vasconcelos, Pedro Fernando da Costa; Travassos da Rosa, Jorge Fernando Soares; Travassos da Rosa, Amélia Paes de Andrade; Dégallier, Nicolas; Pinheiro, Francisco de Paula; Sá filho, Gregório Carrera
1991-12-01

Resumo em português Os autores revêem os aspectos ecoepidemiológicos apresentados pelos virus da encefalite de St. Louis (SLE), encefalites equinas Leste (EEE), Oeste (WEE) e Venezuelana [subtipos III, Mucambo (MUC) e IV, Pixuna (PIX)], decorrentes dos estudos realizados em diversas áreas da Região Amazônica brasileira, especialmente ao longo das rodovias e projetos de desenvolvimento. Esses vírus são amplamente distribuídos na Amazônia e pelo menos quatro deles, EEE, WEE, MUC e SLE (mais) já demonstraram ser patógenos do homem. O diagnóstico da doença humana foi feito por sorologia, sendo que de MUC e SLE obteve-se também isolamento viral. O vírus PIX, parece ser o menos prevalente e foi isolado em poucas oportunidades. Virtualmente se desconhecem os vetores do PIX e WEE. As aves silvestres constituem os hospedeiros principais de todos esses vírus, exceto do MUC, para o qual constituem os roedores. O quadro clínico apresentado pelos pacientes infectados na Amazônia é discutido, comparando-o ao apresentado em outras áreas, especialmente nos EUA, onde periodicamente SLE, EEE e WEE causam surtos de doença humana. Nenhuma epidemia foi até o presente detectada, embora em 1960 uma epizootia em eqüinos causada pelo EEE tenha sido registrada em Bragança, Pará, onde em um rebanho de 500 animais ocorreu uma letalidade de 5%. Quatro outras pequenas epizootias determinadas pelo SLE ocorreram nas florestas adjacentes a Belém, envolvendo aves silvestres e animais sentinelas. Resumo em inglês An overview of ecological, epidemiological and clinical findings of potential arthropod-borne encephalitis viruses circulating in the Amazon Region of Brazil are discussed. These viruses are the Eastern Equine Encephalitis (EEE), Western Equine Encephalitis (WEE), St. Louis Encephalitis (SLE), Mucambo (MUC) and Pixuna (PIX). These last two are subtypes (HI and IV) of Venezuelan Equine Encephalitis virus. The areas of study were the highways and projects of development, as (mais) well as places where outbreaks of human diseases caused by arboviruses had been detected. These viruses are widespread in all Amazonia, and at least four of them, EEE, WEE, SLE and MUC are pathogenic to man. EEE and WEE infections were detected by serology, while SLE and MUC by either serology and virus isolation. The PIX virus has the lowest prevalence and, it was isolated in only a few cases, one being from a laboratory infection. Wild birds are the main hosts for all these viruses, except MUC, whose major hosts are rodents. The symptoms presented by infected people were generally a mild febrile illness. Although, jaundice was observed in two individuals from whom SLE was isolated. A comparison of the clinical symptoms presented by the patients in the Amazon Region and other areas of America, especially in the USA is made. In Brazilian Amazon region epidemics have not been detected although, at least, one EEE epizootic was recorded in Bragança, Para State, in 1960. At that time, of 500 horses that were examined 61% were positive to EEE by HI and of mem 8.2% died On the other hand. SLE has caused four epizootics in a forest near Belem. Wild birds and sentinel monkeys were infected, but no human cases were reported.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

72

Enfuvirtida para o tratamento do paciente com aids: o divisor de águas/ Enfuvirtide in the treatment of AIDS patient: the turning point

Torres, Daniele Viana Maia; Miranda, Karla Corrêa Lima
2010-06-01

Resumo em português O estudo, realizado em um Hospital de Referência em Doenças Infecciosas do Ceará, de fevereiro de 2006 a fevereiro de 2007, visou identificar o perfil sociodemográfico dos usuários de Enfuvirtida e as principais dificuldades e facilidades encontradas por eles durante o tratamento anterior e o atual. A amostra inicial teve 23 pacientes; destes, 18 concordaram em participar. A análise descritiva dos dados quantitativos foi realizada pela distribuição de frequências (mais) e os dados qualitativos, submetidos à análise de conteúdo. Observou-se que 83% eram do sexo masculino, 78% eram solteiros e a maioria tinha entre 30 e 52 anos e em média oito anos e meio de tratamento antirretroviral. Dos dados qualitativos, emergiram as categorias (1) Tratamento anterior: dificuldades e adversidades e (2) Tratamento atual: da cognição à habilidade. As dificuldades dos tratamentos anteriores eram o tamanho e a quantidade elevada de comprimidos e aos efeitos colaterais; a facilidade apontada foi o fácil manejo da medicação. Quanto ao tratamento atual, as dificuldades foram a autoadministração e os nódulos nos locais de aplicação da Enfuvirtida e as facilidades, a ausência de efeitos gastrointestinais e melhora da carga viral. É importante implementar um trabalho interdisciplinar que ajude os pacientes a vencer as dificuldades no tratamento, além de trabalhos em grupos para melhor abordar as dificuldades e ajudar a aumentar a adesão à terapêutica. Resumo em inglês The study was carried out in a Hospital of Reference in Infectious Diseases of Ceará, from February 2006 to February 2007, and and aimed at identifying the socio-demographic profile of Enfuvirtide users and their main difficulties/facilities in previous and current treatment scheme. The initial sample analyzed the medical record of 23 patients;18 agreed to participate, comprising the final sample. The descriptive analysis of quantitative data was carried out through the (mais) distribution of frequencies and quantitative data, submitted for content analysis. It was observed that 83% were male, 78% were single and the majority was between 30 and 52 years old and, in average, eight years and a half of antiretroviral treatment. From qualitative data, two categories emerged: (1) Previous treatment: difficulties and adversities and (2) Current treatment: from cognition to ability. The difficulties to conduct previous treatments were related to the size and high amount of tablets and side effects. As for facility, the easy drug administration was indicated. Regarding the current treatment, the difficulties were self administration and nodules on the sites where Enfuvirtide was applied and the facilities were absence of gastrointestinal effects and improvement of viral load. It's important to implement an interdisciplinary work that helps patients overcome the difficulties of the treatment, in addition to works in groups in order to better address the difficulties and help increase adhesion to treatment.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

73

Enfuvirtida para o tratamento do paciente com aids: o divisor de águas/ Enfuvirtide in the treatment of AIDS patient: the turning point

Torres, Daniele Viana Maia; Miranda, Karla Corrêa Lima
2010-06-01

Resumo em português O estudo, realizado em um Hospital de Referência em Doenças Infecciosas do Ceará, de fevereiro de 2006 a fevereiro de 2007, visou identificar o perfil sociodemográfico dos usuários de Enfuvirtida e as principais dificuldades e facilidades encontradas por eles durante o tratamento anterior e o atual. A amostra inicial teve 23 pacientes; destes, 18 concordaram em participar. A análise descritiva dos dados quantitativos foi realizada pela distribuição de frequências (mais) e os dados qualitativos, submetidos à análise de conteúdo. Observou-se que 83% eram do sexo masculino, 78% eram solteiros e a maioria tinha entre 30 e 52 anos e em média oito anos e meio de tratamento antirretroviral. Dos dados qualitativos, emergiram as categorias (1) Tratamento anterior: dificuldades e adversidades e (2) Tratamento atual: da cognição à habilidade. As dificuldades dos tratamentos anteriores eram o tamanho e a quantidade elevada de comprimidos e aos efeitos colaterais; a facilidade apontada foi o fácil manejo da medicação. Quanto ao tratamento atual, as dificuldades foram a autoadministração e os nódulos nos locais de aplicação da Enfuvirtida e as facilidades, a ausência de efeitos gastrointestinais e melhora da carga viral. É importante implementar um trabalho interdisciplinar que ajude os pacientes a vencer as dificuldades no tratamento, além de trabalhos em grupos para melhor abordar as dificuldades e ajudar a aumentar a adesão à terapêutica. Resumo em inglês The study was carried out in a Hospital of Reference in Infectious Diseases of Ceará, from February 2006 to February 2007, and and aimed at identifying the socio-demographic profile of Enfuvirtide users and their main difficulties/facilities in previous and current treatment scheme. The initial sample analyzed the medical record of 23 patients;18 agreed to participate, comprising the final sample. The descriptive analysis of quantitative data was carried out through the (mais) distribution of frequencies and quantitative data, submitted for content analysis. It was observed that 83% were male, 78% were single and the majority was between 30 and 52 years old and, in average, eight years and a half of antiretroviral treatment. From qualitative data, two categories emerged: (1) Previous treatment: difficulties and adversities and (2) Current treatment: from cognition to ability. The difficulties to conduct previous treatments were related to the size and high amount of tablets and side effects. As for facility, the easy drug administration was indicated. Regarding the current treatment, the difficulties were self administration and nodules on the sites where Enfuvirtide was applied and the facilities were absence of gastrointestinal effects and improvement of viral load. It's important to implement an interdisciplinary work that helps patients overcome the difficulties of the treatment, in addition to works in groups in order to better address the difficulties and help increase adhesion to treatment.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

74

Emergências oftalmológicas em um hospital dia/ Ophthalmological's emergencies of a day hospital

Leonor, Ana Carolina Igreja; Dalfré, Joyce Treinta; Moreira, Pedro Bertino; Gaiotto Júnior, Osmar Antônio
2009-08-01

Resumo em português Objetivo: Determinar as principais causas de atendimento oftalmológico de urgência e emergência. Métodos: Foram examinados prospectivamente, no período de fevereiro a julho de 2007, 810 pacientes do Hospital Dia da Santa Casa de Misericórdia de Limeira, correlacionando-os com sexo, faixa etária e procedência dos pacientes. Resultados: Houve predominância do sexo masculino (66,6%), na faixa etária de 19 a 40 anos (74%) entre os homens e de 0 a 18 anos (52%) entre (mais) as mulheres. As causas mais comuns de atendimento foram corpo estranho ocular (32%), conjuntivite viral (17%) e afecções das pálpebras e anexos (12%). Conclusão: Neste estudo das emergências oftalmológicas houve prevalência do sexo masculino, de pacientes na faixa etária economicamente ativa e de casos de corpo estranho ocular. Resumo em inglês Objective: The objective was to ascertain the main cause of the urgency and emergency in all ophthalmological diagnosis. Methods: Between february and july of 2007, eight hundred and one patients were examined prospectively at Hospital Dia da Santa Casa de Misericórdia de Limeira - SP . Patients were correlated with sex, age and origin. Results: Most of these patients were men (66%) between nineteen and forty years old (74%) and female from zero to eighteen years old (52 (mais) %). The most frequent causes for all the diagnosis were eye foreign body (32%), viralconjunctivitis (17%) and eyelids and adnexa diseases (12%). Conclusion: In this study of Ophthalmological's emergencies, there were prevalence of men, patients in economically active age and cases of eye foreign body.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

75

Eco-epidemiologia dos arbovírus na área de influência da rodovia Cuiabá-Santarém (BR 163), Estado do Pará, Brasil/ Arbovirus eco-epidemiology in the area affected by the Cuiabá-Santarém Highway (BR-163), Pará State, Brazil

Nunes, Marcio Roberto Teixeira; Barbosa, Taciana Fernandes Souza; Casseb, Lívia Medeiros Neves; Nunes Neto, Joaquim Pinto; Segura, Nazaré de Oliveira; Monteiro, Hamilton Antônio de Oliveira; Pinto, Eliana Vieira; Casseb, Samir Mansour; Chiang, Jannifer de Oliveira; Martins, Lívia Caricio; Medeiros, Daniele Barbosa de Almeida; Vasconcelos, Pedro Fernando da Costa
2009-12-01

Resumo em português O presente estudo descreve os aspectos eco-epidemiológicos sobre arbovírus nos Municípios de Novo Progresso e Trairão, Estado do Pará, Brasil, na área de influência da BR 163. Anticorpos IH foram detectados para diferentes arbovírus, com reações monotípicas para os VMAY e VORO, dois importantes arbovírus associados a epidemias na Amazônia. Anticorpos IgM para o VORO e VMAY foram detectados em soros humanos, sugerindo infecção recente por esses arbovírus. D (mais) uas cepas do VDEN-3 foram isoladas de pacientes febris residentes em Novo Progresso e identificadas como genótipo III. Em termos gerais, os dados obtidos sugerem uma área propícia para a circulação e manutenção de arbovírus e uma população pouco imunizada. Portanto, é importante um monitoramento dinâmico das populações locais e de imigrantes e de animais silvestres quanto à presença de anticorpos e isolamentos de arbovírus, o que permitirá um efetivo controle das infecções por esses agentes virais em residentes da área da rodovia dentro do território paraense. Resumo em inglês The current study describes the eco-epidemiological aspects of arbovirus diseases in the municipalities (counties) of Novo Progresso and Trairão, Para State, Brazil, in the area affected by highway BR-163. Hemagglutination inhibition (HI) antibodies to different arboviruses were detected, with monotypic reactions to MAYV and OROV, two important arboviruses associated with epidemics in the Amazon. IgM antibodies to OROV and MAYV were found in human sera, suggesting recent (mais) infections by these viruses. Two DENV-3 strains were isolated from febrile patients in Novo Progresso and identified as genotype III strains. In general, the data suggest that the area displays ideal conditions for maintenance and circulation of arboviruses, plus a population with low immunization levels. Dynamic surveillance of local immigrants and wild animals is thus important, focusing on antibody prevalence and isolation of arboviruses, thereby allowing effective control of infections by these viral agents in the resident population along highway BR-163 in Pará State.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

76

Eco-epidemiologia dos arbovírus na área de influência da rodovia Cuiabá-Santarém (BR 163), Estado do Pará, Brasil/ Arbovirus eco-epidemiology in the area affected by the Cuiabá-Santarém Highway (BR-163), Pará State, Brazil

Nunes, Marcio Roberto Teixeira; Barbosa, Taciana Fernandes Souza; Casseb, Lívia Medeiros Neves; Nunes Neto, Joaquim Pinto; Segura, Nazaré de Oliveira; Monteiro, Hamilton Antônio de Oliveira; Pinto, Eliana Vieira; Casseb, Samir Mansour; Chiang, Jannifer de Oliveira; Martins, Lívia Caricio; Medeiros, Daniele Barbosa de Almeida; Vasconcelos, Pedro Fernando da Costa
2009-12-01

Resumo em português O presente estudo descreve os aspectos eco-epidemiológicos sobre arbovírus nos Municípios de Novo Progresso e Trairão, Estado do Pará, Brasil, na área de influência da BR 163. Anticorpos IH foram detectados para diferentes arbovírus, com reações monotípicas para os VMAY e VORO, dois importantes arbovírus associados a epidemias na Amazônia. Anticorpos IgM para o VORO e VMAY foram detectados em soros humanos, sugerindo infecção recente por esses arbovírus. D (mais) uas cepas do VDEN-3 foram isoladas de pacientes febris residentes em Novo Progresso e identificadas como genótipo III. Em termos gerais, os dados obtidos sugerem uma área propícia para a circulação e manutenção de arbovírus e uma população pouco imunizada. Portanto, é importante um monitoramento dinâmico das populações locais e de imigrantes e de animais silvestres quanto à presença de anticorpos e isolamentos de arbovírus, o que permitirá um efetivo controle das infecções por esses agentes virais em residentes da área da rodovia dentro do território paraense. Resumo em inglês The current study describes the eco-epidemiological aspects of arbovirus diseases in the municipalities (counties) of Novo Progresso and Trairão, Para State, Brazil, in the area affected by highway BR-163. Hemagglutination inhibition (HI) antibodies to different arboviruses were detected, with monotypic reactions to MAYV and OROV, two important arboviruses associated with epidemics in the Amazon. IgM antibodies to OROV and MAYV were found in human sera, suggesting recent (mais) infections by these viruses. Two DENV-3 strains were isolated from febrile patients in Novo Progresso and identified as genotype III strains. In general, the data suggest that the area displays ideal conditions for maintenance and circulation of arboviruses, plus a population with low immunization levels. Dynamic surveillance of local immigrants and wild animals is thus important, focusing on antibody prevalence and isolation of arboviruses, thereby allowing effective control of infections by these viral agents in the resident population along highway BR-163 in Pará State.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

77

Echovírus 6 associado à doença exantemática/ Echovirus 6 associated with exanthematic disease

Santos, Ana Paula de Torres; Russo, Denise Hage; Machado, Bráulio Caetano; Luchs, Adriana; Timenetsky, Maria do Carmo Sampaio Tavares; Carmona, Rita de Cássia Compagnoli
2008-12-01

Resumo em português Exantema viral é considerado problema comum em regiões tropicais, afetando principalmente crianças. Diversos exantemas cutâneos estão associados a infecções por Enterovirus. Amostras biológicas provenientes de uma criança apresentando exantema generalizado foram enviadas ao Laboratório de Vírus Entéricos do Instituto Adolfo Lutz para a realização do diagnóstico laboratorial. Amostra viral isolada em RD (human rhabdomyosarcoma cells) foi submetida à reaçã (mais) o em cadeia pela polimerase apresentando um produto de 437 pares de base, característico de gênero Enterovirus. O sorotipo echovirus 6 (E-6) foi identificado por ensaio de imunofluorescência indireta. Em adição, as amostras pareadas de soro apresentaram soroconversão para E-6. Até o momento, não há relatos do envolvimento de E-6 associado a doenças exantemáticas no Brasil, enfatizando a importância da vigilância epidemiológica para essas doenças e suas complicações. Resumo em inglês Viral exanthems are a common problem in tropical regions, particularly affecting children. Various skin rashes have been reported in acute infections caused by Enterovirus. Biological samples from a child who presented generalized rashes were sent to the Enteric Virus Laboratory of the Adolfo Lutz Institute for laboratory diagnosis to be performed. A viral sample isolated from RD (human rhabdomyosarcoma cells) was subjected to the polymerase chain reaction and showed a 43 (mais) 7-base pair product that was characteristic of the Enterovirus genus. Echovirus 6 (E-6) serotype was identified using the indirect immunofluorescence test. In addition, paired serum samples presented seroconversion to E-6. So far, there have not been any reports of E-6 involvement in exanthematic diseases in Brazil. Thus, the importance of epidemiological surveillance for these diseases and their complications is emphasized.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

78

Diversidade genética do vírus da imunodeficiência humana tipo 1 (HIV-1) em mulheres infectadas de uma cidade do nordeste do Brasil/ Genetic diversity of human immunodeficiency virus type-1 (HIV-1) in infected women from a northeast city of Brazil

Santos, Edson de Souza; Araújo, Adriano Fernando; Galvão-Castro, Bernardo; Alcantara, Luiz Carlos Junior
2009-12-01

Resumo em português OBJETIVO: descrever a diversidade genética dos isolados de HIV-1 de mulheres soropositivas acompanhadas em um centro de referência. MÉTODOS: estudo transversal, no qual foram incluídas 96 mulheres com dois testes sorológicos ELISA e um teste confirmatório Western Blot. Das amostras de sangue periférico, foram determinadas a carga viral pelo kit b-DNA e a contagem de linfócitos T CD4 e T CD8 pela citometria de fluxo excalibur. A extração e purificação do DNA pr (mais) ó-viral foi realizada pela reação em cadeia da polimerase (PCR), utilizando o kit QIAamp Blood (Qiagen Inc., Chatsworth, CA, USA). O sequenciamento da região pol foi realizado em 52 isolados com o (3100 Genetic Analyzer, Applied Biosystems Inc., Foster City, CA) e a genotipagem foi investigada pela ferramenta Rega (Rega Subtyping Tool). O padrão de resistência aos antirretrovirais (ARV) foi inferido pelo algoritmo do banco de dados Stanford HIV Resistance. Os estágios clínicos das participantes foram definidos como A, B ou C segundo os critérios do Center for Diseases Control (CDC). Para a análise estatística dos dados, foram utilizados os testes do χ2 para as variáveis categóricas e o teste t de Student para as variáveis numéricas. RESULTADOS: a média de idade da amostra, o tempo médio de doença e de tratamento foram: 33,7; 3,8 e 2,5 anos, respectivamente. A média da carga viral foi log10 2,3 cópias/mL; a dos linfócitos T CD4 e T CD8 foi 494,9 células/µL e 1126,4 células/µL. Sobre o estágio clínico, 30 mulheres estavam no estádio A, 47 no B e 19 no C. O sequenciamento dos 52 isolados encontrou 33 do subtipo B, quatro do F, um do C e 14 do recombinante BF. A análise da resistência aos ARV mostrou 39 (75,0%) isolados susceptíveis, 13 (25,0%) resistentes aos inibidores da transcriptase reversa (INTR) e três (5,7%) aos inibidores da protease (IP). CONCLUSÕES: Houve grande diversidade do HIV-1 e elevado percentual de isolados resistentes aos ARV na amostra estudada. Resumo em inglês PURPOSE: to describe the genetic diversity of HIV-1 isolates from serum positive women followed up at a reference center. METHODS: transversal study, including 96 women with two ELISA serological tests and a Western Blot confirmatory test. The viral charge was determined by the b-DNA kit, and the counting of T CD4 and T CD8 lymphocytes, by the Excalibur flow cytometry, from the samples of peripheral blood. The extraction and purification of pro-viral DNA was performed by (mais) the polymerase (PCR) chain reaction, using the QIAamp Blood kit (Qiagen Inc., Chatsworth, CA, U.S.A.). Sequencing of the pol region was done in 52 isolates with the 3100 Genetic Analyzer (Applied Biosystems Inc., Foster City, CA), and the genotyping was assessed by the Rega Subtyping Tool. The resistance pattern to anti-retrovirals (ARV) was inferred by the algorithm from the Stanford HIV Resistance data bank. Participants' clinical stages were defined as A, B or C, according to the criteria established by the Center for Diseases Control (CDC). For statistical analysis, the χ2 test was used for the categorical variables and the Student's t test, for the numerical variables. RESULTS: The average age of the sample, the disease and treatment average duration were respectively: 33.7 years old, 3.8 and 2.5 years. The viral charge average was log10 2.3 copies/mL; the T CD4 e T CD8 lymphocytes, 494.9 cells/µL and 1126.4 cells/µL. Concerning the clinical stage, 30 women were in stage A, 47 in B and 19 in C. Sequencing from the 52 isolates found 33 of B subtype, 4 of F, 1 of C and 14 of BF recombinant. The analysis of resistance to ARV has shown 39 (75.0%) susceptible isolates, 13 (25.0%) resistant to reversal transcriptase inhibitors (RTIN), and 3 (5.7%) resistant to protease inhibitor (PI). CONCLUSIONS: There has been a large variety of HIV-1 and a high percentage of isolates resistant to ARV in the studied sample.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

79

Diferenças clínicas observadas em pacientes com dengue causadas por diferentes sorotipos na epidemia de 2001/2002, ocorrida no município do Rio de Janeiro/ Clinical differences observed in patients with dengue caused by different serotypes in the epidemic of 2001/2002, occurred in Rio de Janeiro

Passos, Maíla Naves Pereira; Santos, Luciana Maria Jabor Garcia; Pereira, Marcelo Ricardo Reis; Casali, Clarisse Guimarães; Fortes, Bruno de Paula Menezes Drumond; Ortiz Valencia, Luís Ivan; Alexandre, Aline de Jesus; Medronho, Roberto de Andrade
2004-08-01

Resumo em português O objetivo deste estudo foi avaliar as diferenças clínicas e epidemiológicas das infecções causadas pelos distintos sorotipos do vírus do dengue na epidemia 2001-2002 no município do Rio de Janeiro. Foram analisados 362 casos com isolamento viral, sendo 62 do sorotipo 1,62 do sorotipo 2, e 238 do sorotipo 3. Estes casos foram notificados ao Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN) de janeiro/2001 até junho/2002. Os indivíduos infectados com o s (mais) orotipo 3 tiveram uma chance 6,07 vezes maior de apresentar choque em relação aos indivíduos com o sorotipo 2 (OR=6,07; IC:1,10-43,97). A chance de apresentar dor abdominal foi 3,06 maior nos infectados pelo sorotipo 3 do que naqueles por sorotipo 1 (OR=3,06; IC:0,99-9,66). Nos infectados com o sorotipo 3, a chance de ocorrer exantema foi 3,61 vezes maior que naqueles com o sorotipo 1 (OR=3,61; IC:1,16-11,51) e 3,55 vezes maior que aqueles com o sorotipo 2 (OR=3,55; IC:1,28-9,97). Este estudo mostra que indivíduos acometidos pelo sorotipo 3 apresentaram dengue com maior gravidade. Resumo em inglês The authors evaluated clinical and epidemiological differences among the serotypes of dengue in Rio de Janeiro's 2001-2002 outbreak of the disease. Out of 362 cases that had viral isolation samples, notified by the Information System for Notification Diseases (SINAN), from January/2001 to June/2002, 62 were caused by serotype 1,62 by serotype 2 and 238 by serotype 3. In comparison with serotype 2, an individual infected by serotype 3 had a 6.07 times higher chance (OR = 6 (mais) .07; CI: 1.10-43.97) of presenting shock and a 3.55 times higher chance (OR = 3.55; CI: 1.28-9.97) of developing exanthema. When compared to serotype 1, serotype 3 had a 3.06 times higher chance (OR = 3.06; CI: 0.99-9.66) of causing abdominal pain and a 3.61 times higher chance of exanthema (OR = 3.61; CI: 1.16-11.51). It was found that individuals infected by serotype 3 of the virus presented signs indicating a more severe disease.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

80

Diagnóstico das meningites através de fitas reagentes/ Diagnosis of meningitis with reagent strips

Romanelli, Roberta M.C.; Thome, Eline E.; Duarte, Fabíola M.C.; Gomes, Rodrigo S.; Camargos, Paulo A.M.; Freire, Heliane B.M.
2001-06-01

Resumo em português OBJETIVO: determinar a utilidade de fitas reagentes para a avaliação liquórica de pleocitose, glicorraquia e proteinorraquia no diagnóstico precoce e rápido de meningites em crianças. MÉTODOS: Foram incluídas no estudo amostras de líquor provenientes de 164 crianças admitidas no ambulatório de doenças infecto-contagiosas do Centro Geral de Pediatria (CGP-FHEMIG), com suspeita clínica de meningite, no período diurno de Maio/97 à Maio/99. A faixa etária dos (mais) pacientes variou de um mês a 12 anos (mediana de 12 meses), sendo obtidos resultados da citobioquímica liquórica (celularidade, glicorraquia e proteinorraquia) de 154 desses pacientes. Esses achados foram comparados com reações do líquor em fitas reagentes. RESULTADOS: Através da citobioquímica líquórica foram identificados 43 casos de provável meningite bacteriana, 19 provavelmente viróticas e 83 amostras sem alterações. Pelas fitas reagentes, detectaram-se 41 casos de provável meningite bacteriana, dois casos de infecção meníngea provavelmente virótica, e em 71 exames não se verificaram alterações. Comparando os resultados obtidos por meio das fitas reagentes com a citobioquímica convencional, observou-se sensibilidade, especificidade, valores preditivos positivo e negativo e acurácia (90,7; 98,1; 95,1; 96,4; 96,1%, respectivamente). Ademais, a análise estatística pelo teste de Mc Nemar não evidenciou discordância significativa no diagnóstico de meningite bacteriana obtido através de ambos os métodos (p=0,68) e, pela estatística Kappa, verificou-se elevado grau de concordância entre os testes (p Resumo em inglês OBJECTIVE: to determine the usefulness of reagent strips in the evaluation of pleocytosis, cerebrospinal fluid glucose and protein levels for early and rapid diagnosis of meningitis in children. METHODS: We included cerebrospinal fluid samples of 164 children admitted to the outpatient clinic of Communicable Diseases of the General Pediatric Center (Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais, CGP-FHEMIG) during the daytime hours from May of 1997 to May 1999, and who (mais) presented with clinical suspicion of meningitis. Patients ranged in age from one month to 12 years (median 12 months). Results from the cytological and biochemical assay (cellularity, cerebrospinal fluid glucose and protein levels) were obtained from 154 patients. These results were subsequently compared with the reaction of cerebrospinal fluid in reagent strips. RESULTS: The cytological and biochemical assay identified 43 cases of probable bacterial meningitis, 19 of probable viral meningitis, and 83 with no alterations. According to the reagent strips, there were 41 cases of probable bacterial meningitis, 2 of probable viral meningitis, and 71 with no alterations. By comparing the results of reagent strips and those of the cytological and biochemical assay, we obtained values for sensitivity, specificity, positive and negative predictive values, and accuracy (respectively 90.7; 98.1; 95.1; 96.4; and 96.1). Statistical analysis using McNemer test did not indicate significant differences between the two methods in the diagnosis of bacterial meningitis (P=0.68). Kappa statistics indicated a high level of agreement between the tests (P

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

81

Desfecho do tratamento e confirmação laboratorial do diagnóstico de tuberculose em pacientes com HIV/AIDS no Recife, Pernambuco, Brasil/ Treatment outcome and laboratory confirmation of tuberculosis diagnosis in patients with HIV/AIDS in Recife, Brazil

Maruza, Magda; Ximenes, Ricardo Arraes de Alencar; Lacerda, Heloísa Ramos
2008-06-01

Resumo em português OBJETIVO: Comparar a freqüência de desfecho desfavorável (óbito, abandono e falência de tratamento) entre pacientes com co-infecção tuberculose (TB)/HIV submetidos a tratamento para TB com confirmação etiológica do diagnóstico e pacientes co-infectados com TB/HIV e tratados sem confirmação diagnóstica. MÉTODOS: Coorte retrospectivo de pacientes co-infectados com TB/HIV que iniciaram tratamento para TB entre julho de 2002 e junho de 2004, em um serviço de r (mais) eferência para HIV/AIDS no Recife (PE) Brasil. A exposição principal, confirmação laboratorial da TB, foi ajustada pelas variáveis de três blocos: variáveis sócio-demográficas; variáveis relacionadas ao HIV/AIDS; e variáveis relacionadas à TB. Para avaliar a significância estatística dos resultados, utilizaram-se o intervalo de confiança de 95% das odds ratios e o valor de p (teste de qui-quadrado e razão de verossimilhança). RESULTADOS: Foram estudados 262 pacientes. Não se observou associação entre confirmação laboratorial do diagnóstico de TB e desfecho desfavorável, mesmo após o ajuste pelos fatores de confusão. Permaneceram no modelo final da regressão logística múltipla: coexistência de outras doenças oportunistas; contagem de linfócitos CD4 abaixo de 50 células/mm³; carga viral entre 10.000 e 100.000 cópias/mL; dispnéia; forma disseminada de TB; e mudança do tratamento da TB por reação adversa ou intolerância. CONCLUSÕES: Os resultados sugerem que o tratamento para TB sem confirmação etiológica, em pacientes co-infectados, baseado na decisão de profissionais experientes em serviços de referência, não aumentou o risco de desfecho desfavorável do tratamento para TB. Além disso, identificaram-se grupos com maior risco de desfecho desfavorável, os quais devem ser cuidadosamente monitorados. Resumo em inglês OBJECTIVE: To compare the frequency of unfavorable outcome (death or default and treatment failure) between tuberculosis (TB)/HIV co-infected patients treated for TB after laboratory confirmation of the diagnosis and TB/HIV co-infected patients who were so treated without diagnostic confirmation. METHODS: A retrospective cohort of TB/HIV co-infected patients who started TB treatment between July of 2002 and June of 2004 at an HIV/AIDS referral center in Recife, Brazil. Th (mais) e main exposure variable, laboratory confirmation of TB, was adjusted for three different sets of variables: sociodemographic variables; HIV/AIDS-related variables; and TB-related variables. In order to evaluate the statistical significance of the results, we calculated odds ratios, with 95% confidence intervals, and p values (from chi-square tests and likelihood ratio tests). RESULTS: A total of 262 patients were studied. No association was found between laboratory confirmation of the diagnosis of TB at treatment outset and unfavorable outcome, even after adjustment for confounders. In the final multiple logistic regression model, the following variables remained: the presence of other opportunistic diseases; CD4 lymphocyte count below 50 cells/mm³; viral load between 10,000 and 100,000 copies/mL; dyspnea; the disseminated form of TB; and change in the TB treatment regimen due to adverse reactions or intolerance. CONCLUSIONS: Our results suggest that TB treatment in TB/HIV co-infected patients without etiologic confirmation of TB, at the discretion of experienced physicians in referral centers, did not increase the risk of unfavorable outcomes. In addition, it allowed the identification of groups that should be closely monitored due to a greater risk of unfavorable outcomes.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

82

Dermatoses pediátricas no Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco/ Pediatric dermatoses at the Clinicas Hospital, Federal University of Pernambuco

Santos, Josemir Belo dos; Cordeiro, Leilane Oliveira; Cordeiro, Lillian Oliveira; Guimarães, Patrícia de Barros; Corrêa, Paula Maria Rodrigues de B.; Carvalho, Silvia da Costa
2004-05-01

Resumo em português FUNDAMENTOS: Numerosas condições dermatológicas podem afetar a população pediátrica. Há poucos estudos sobre a dermatologia pediátrica no Brasil. OBJETIVOS: Estudar as dermatoses pediátricas no Hospital das Clínicas do Recife, Pernambuco - Brasil. MATERIAL E MÉTODOS: Durante o período de maio de 1999 a maio de 2000, foram analisados 307 prontuários de crianças atendidas no Ambulatório de Dermatologia da Universidade Federal de Pernambuco. Foram encontrados (mais) os dados referentes a caracterização individual, procedência, motivo da consulta, diagnóstico clínico laboratorial e tratamentos previamente realizados. RESULTADOS: As dermatoses alérgicas foram as mais freqüentes (17,64%), seguidas pelas desordens pigmentares (15,54%) e infecções virais (13,44%). CONCLUSÃO: Os dados encontrados estão de acordo com a literatura. Quanto às infecções, representam um grande percentual dos casos analisados, devendo-se isso provavelmente ao baixo nível socioeconômico dos pacientes em estudo. A caracterização da epidemiologia dos problemas cutâneos em crianças deve ser uma prioridade de estudos futuros. Resumo em inglês BACKGROUND: Numerous skin conditions can affect the pediatric population. There are few studies on Pediatric Dermatology in Brazil. OBJECTIVES: To study the pediatric skin diseases at the Hospital das Clínicas in Recife, Pernambuco State - Brazil. MATERIAL E METHODS: From May 1999 to May 2000, 307 cases of children treated at the Dermatology Clinic of the Federal University of Pernambuco were studied. Details of the patients' features, origin, reason for consultation, cl (mais) inical laboratory diagnosis and previous treatment were examined. RESULTS: Allergic dermatosis was the most frequent disease (17.64%), followed by disorders of pigmentation (15.54%) and viral diseases (13.44%). CONCLUSION: This agrees with the literature. Infections represent a large percentage of cases studied and are probably due to the low socioeconomic level of the patients examined. Characterization of the epidemiology of cutaneous problems in children should be a priority in future studies.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

83

Dermatoses em pacientes infectados pelo HIV com a contagem de linfócitos CD4/ Dermatological disease among HIV-infected patients with CD4-lymphocyte count

Michelim, Lessandra; Atti, José Luiz; Panarotto, Daniel; Lovatto, Louise; Boniatti, Márcio Manozzo
2004-12-01

Resumo em português OBJETIVO: Correlacionar a prevalência das doenças dermatológicas entre pacientes infectados pelo HIV com a contagem de linfócitos CD4. MÉTODOS: Estudo de série de casos realizado na região de Caxias do Sul, Estado do Rio Grande do Sul. Os dados foram coletados por meio da revisão de prontuários de pacientes com infecção pelo HIV internados em hospital público (198 pacientes, período de março de 1998 a junho de 2002) ou atendidos no ambulatório central unive (mais) rsitário (40 pacientes, período de março a junho de 2002). As variáveis analisadas foram: idade, sexo, contagem de linfócitos CD4, carga viral e doenças dermatológicas apresentadas pelo paciente. Os testes estatísticos utilizados foram o Teste t de Student, o de Spearman e o do qui-quadrado. RESULTADOS: A freqüência de doença dermatológica foi de 67,2% entre os pacientes hospitalizados e de 75,0% entre os pacientes ambulatoriais. Candidíase oral foi a doença dermatológica mais prevalente. Na população hospitalar, a média de células CD4 foi menor entre os pacientes com doença dermatológica dos sem doença dermatológica (142,34 células/mm³ vs 512,35 células/mm³, respectivamente; p=0,018). O mesmo fenômeno foi observado na população ambulatorial (138,88 células/mm³ e 336,21 células/mm³, respectivamente; p=0,001). Verificou-se, em ambas as populações, uma correlação negativa entre a contagem de CD4 e o número total de doenças dermatológicas apresentadas pelo paciente (p=0,000, população hospitalar; p=0,000, população ambulatorial). CONCLUSÕES: As doenças dermatológicas são altamente prevalentes entre os pacientes infectados pelo HIV, sendo que a freqüência e o número dessas manifestações correlacionam-se bem com o status imunológico do paciente e com a progressão da doença. Resumo em inglês OBJECTIVE: To correlate the prevalence of dermatological diseases among HIV-infected patient with CD4-lymphocyte count. METHODS: A case series study was carried out in the region of Caxias do Sul, state of Rio Grande do Sul State, Brazil. Data was collected by reviewing the records of HIV-infected patients admitted to a public hospital (198 patients from March 1998 to June 2002) or seen at the university outpatient clinic (40 patients from March to June 2002). The variabl (mais) es analyzed were: age, sex, CD4-lymphocyte count, viral load, and dermatological diseases. Statistical analyses were performed using Student's t-test, Spearman's and Chi-Square tests. RESULTS: The frequency of dermatological disease was 67.2% among hospitalized patients and 75.0% among outpatients. Oral candidiasis was the most prevalent dermatological disease. Among the hospital population, the average CD4 count was lower among patients with dermatological disease than among those with no disease (142.34 cells/mm³ vs 512.35 cells/mm³, respectively; p=0.018). The same phenomenon was observed in outpatient population (138.88 cells/mm³ and 336.21 cells/mm³, respectively; p=0.001). In both populations, a negative correlation was found between CD4 count and the total number of dermatological diseases by a patient (p=0.000, hospital population, p=0.000, outpatient population). CONCLUSIONS: Dermatological diseases are highly prevalent among HIV-infected patients and the frequency and number of these manifestations are well correlated to the patient's immune status and disease progression.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

84

Dermatoses em pacientes infectados pelo HIV com a contagem de linfócitos CD4/ Dermatological disease among HIV-infected patients with CD4-lymphocyte count

Michelim, Lessandra; Atti, José Luiz; Panarotto, Daniel; Lovatto, Louise; Boniatti, Márcio Manozzo
2004-12-01

Resumo em português OBJETIVO: Correlacionar a prevalência das doenças dermatológicas entre pacientes infectados pelo HIV com a contagem de linfócitos CD4. MÉTODOS: Estudo de série de casos realizado na região de Caxias do Sul, Estado do Rio Grande do Sul. Os dados foram coletados por meio da revisão de prontuários de pacientes com infecção pelo HIV internados em hospital público (198 pacientes, período de março de 1998 a junho de 2002) ou atendidos no ambulatório central unive (mais) rsitário (40 pacientes, período de março a junho de 2002). As variáveis analisadas foram: idade, sexo, contagem de linfócitos CD4, carga viral e doenças dermatológicas apresentadas pelo paciente. Os testes estatísticos utilizados foram o Teste t de Student, o de Spearman e o do qui-quadrado. RESULTADOS: A freqüência de doença dermatológica foi de 67,2% entre os pacientes hospitalizados e de 75,0% entre os pacientes ambulatoriais. Candidíase oral foi a doença dermatológica mais prevalente. Na população hospitalar, a média de células CD4 foi menor entre os pacientes com doença dermatológica dos sem doença dermatológica (142,34 células/mm³ vs 512,35 células/mm³, respectivamente; p=0,018). O mesmo fenômeno foi observado na população ambulatorial (138,88 células/mm³ e 336,21 células/mm³, respectivamente; p=0,001). Verificou-se, em ambas as populações, uma correlação negativa entre a contagem de CD4 e o número total de doenças dermatológicas apresentadas pelo paciente (p=0,000, população hospitalar; p=0,000, população ambulatorial). CONCLUSÕES: As doenças dermatológicas são altamente prevalentes entre os pacientes infectados pelo HIV, sendo que a freqüência e o número dessas manifestações correlacionam-se bem com o status imunológico do paciente e com a progressão da doença. Resumo em inglês OBJECTIVE: To correlate the prevalence of dermatological diseases among HIV-infected patient with CD4-lymphocyte count. METHODS: A case series study was carried out in the region of Caxias do Sul, state of Rio Grande do Sul State, Brazil. Data was collected by reviewing the records of HIV-infected patients admitted to a public hospital (198 patients from March 1998 to June 2002) or seen at the university outpatient clinic (40 patients from March to June 2002). The variabl (mais) es analyzed were: age, sex, CD4-lymphocyte count, viral load, and dermatological diseases. Statistical analyses were performed using Student's t-test, Spearman's and Chi-Square tests. RESULTS: The frequency of dermatological disease was 67.2% among hospitalized patients and 75.0% among outpatients. Oral candidiasis was the most prevalent dermatological disease. Among the hospital population, the average CD4 count was lower among patients with dermatological disease than among those with no disease (142.34 cells/mm³ vs 512.35 cells/mm³, respectively; p=0.018). The same phenomenon was observed in outpatient population (138.88 cells/mm³ and 336.21 cells/mm³, respectively; p=0.001). In both populations, a negative correlation was found between CD4 count and the total number of dermatological diseases by a patient (p=0.000, hospital population, p=0.000, outpatient population). CONCLUSIONS: Dermatological diseases are highly prevalent among HIV-infected patients and the frequency and number of these manifestations are well correlated to the patient's immune status and disease progression.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

85

Carga proviral do HTLV-1 e HTLV-2: um método simples através da PCR quantitativa em tempo real/ HTLV-1 and HTLV-2 proviral load: a simple method using quantitative real-time PCR

Tamegão-Lopes, Bruna Pedroso; Rezende, Priscila Rocha; Maradei-Pereira, Luciana Maria Cunha; Lemos, José Alexandre Rodrigues de
2006-12-01

Resumo em português Os vírus linfotrópicos de células T humanas, quando integrados ao genoma da célula hospedeira, provírus, têm como marcador de replicação seu DNA proviral. A carga proviral parece ser um importante fator no desenvolvimento de patologias associadas a estes retrovírus. Neste estudo foi desenvolvida uma metodologia para quantificação absoluta da carga proviral dos HTLV-1 e HTLV-2 através da PCR em tempo real. Cinqüenta e três amostras de doadores de sangue com t (mais) este de ELISA reagente foram submetidas à metodologia, que utilizou o sistema TaqMan® para três seqüências alvo: HTLV-1, HTLV-2 e albumina. A quantificação proviral absoluta foi determinada através da proporção relativa entre o genoma do HTLV e o genoma da célula hospedeira, levando em consideração o número de leucócitos. O método apresentado é sensível (215 cópias/mL), prático e simples para quantificação proviral, além de eficiente e adequado para confirmação e discriminação da infecção pelos tipos virais. Resumo em inglês When the human T cell lymphotropic virus (HTLV) is integrated with the host cell genome (provirus), its proviral DNA is a replication marker. Proviral load appears to be an important factor in the development of diseases related to these retroviruses. In this study, a methodology for absolute quantification of the HTLV-1 and HTLV-2 proviral load using real-time PCR was developed. Fifty-three blood donor samples with positive ELISA test result were subjected to this method (mais) ology, which utilized the TaqMan® system for three target sequences: HTLV-1, HTLV-2 and albumin. The absolute proviral load was quantified using the relative ratio between the HTLV genome and the host cell genome, taking into consideration the white blood cell count. The method presented is sensitive (215 copies/ml), practical and simple for proviral quantification, and is efficient and appropriate for confirming and discriminating infections according to viral type.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

86

Broncopneumopatias a vírus: análise crítica de alterações histológicas encontradas no estudo de afecções respiratórias não bacterianas na infância

Oliveira, Albanita Viana de; Madi, Kalil; Rodrigues, Murilo Gimenes; Paola, Domingos de
1973-01-01

Resumo em português Os autores apresentam 69 casos de afecções respiratórias em crianças que atribuem a agentes não bacterianos, provavelmente virais. Usam para isto um critério clínico, outro morfológico, em uma revisão de 372 pneumopatias infecciosas em casos de autópsias. Caracterizaram morfologicamente a resposta à agressão viral pela presença de: infiltrado mononuclear intersticial, predominantemente peribronquilar; alterações degenerativas ou mesmo necrose e hiperplasia (mais) do epitélio respiratório; membrana hialina; descamação epitelial; células gigantes sinciciais alveolares e bronquiolares; inclusões nucleares e citoplasmáticas; edema proteináceo alveolar e septal, proliferação intersticial conjuntiva incipiente. Criticam o erro por excesso de diagnósticos de "pneumonia mononuclear intesticial" e o erro por falta quando o acometimento bacteriano dificulta o diagnóstico de lesão atribuível a vírus. Além disso realçam a importância de achado de bonquiolite aguda como fundamental para o diagnóstico. Estas lesões - ao lado de achados clínicos-radiológicos e epidemiológicos - cosntituem o que a experiência adquirida julga como reação do pulmão a vários vírus conhecidos (Adenovírus, Influenza, Parainfluenza, Vírus Sincicial Respiratório e Sarampo). Resumo em inglês 69 cases of respiratory diseases in children are presented and atributed to non-bacterial agents, probably viral. Using clinical and morphological criteria, a review of 372 cases of infections lung diseases was performed in autopsy material. The reaction due to the viral injury is characterized morphologically by interstitial mononuclear infiltration, mainly peribronchiolar; degenerative changes, necrosis and hyperplasia of the respiratory epithelium; hyaline membrane; ep (mais) ithelial desquamation; syncytial giant-cells, alveolar or bronquiolar; nuclear and cytoplasmic inclusions; proteinaceous edema, alveolar and septal; mild intersticial conective tissue proliferation. The overdiagnosis of "mononuclear intesticial pneumonia' is criticized; on the other hand, attention is called to the underdiagnosis of viral pneumonia when bacterial complication difficults its bronchiolitis for morphological diagnosis of viral disease of the lung is stressed. Those lesions - correlated the clinico-radiological and epidemiological findings - constitute which the acquired experience judge as the reaction of the lung to several known viruses (adenovirus, influenza, parainfluenza, sysncytial respiratory virus and measles).

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

87

Avaliação oftalmológica em pacientes com AIDS e neurotoxoplasmose/ Ophthalmological evaluation of patients with AIDS and neurotoxoplasmosis

Alves, Jane Mary; Magalhães, Vera; Matos, Marcus Augusto Gomes de
2010-02-01

Resumo em português INTRODUÇÃO: Descrever os achados fundoscópicos em pacientes com AIDS e neurotoxoplasmose em fase ativa. MÉTODOS: Foi desenvolvido estudo prospectivo tipo série de casos incluindo 70 pacientes, de ambos os sexos, com idade variando de 20 a 63 anos, internados nas enfermarias de três hospitais públicos da Cidade do Recife, Pernambuco, com diagnósticos de AIDS e neurotoxoplasmose firmados segundo os critérios do Centers for Disease Control and Prevention (1992), no (mais) período de janeiro a outubro de 2008. Os pacientes se caracterizavam por: primeiro episódio de neurotoxoplasmose (65; 92,9%) ou recidiva (5; 7,1%); desconhecimento de ter AIDS (23; 32,9%), contagem média de linfócitos T CD4 de 139,8 ± 3,04 células/mm3 e carga viral média igual a 137.080 ± 39.380 cópias/mL. Todos foram submetidos a exame oftalmológico, consistindo de: inspeção ocular; aferição da acuidade visual; investigação da função muscular extrínseca ocular e fundoscopia, empregando oftalmoscópio indireto binocular (modelo OHN 3.5 (Eyetec®) e lente externa de 20 dioptrias (Volk®). RESULTADOS: Os achados consistiram em: exsudatos algodonosos retinianos (8,6%), constricção arteriolar difusa leve (8,6%); lesões de retinocoroidite cicatricial, características de toxoplasmose ocular (5,7%), atrofia do epitélio pigmentar retiniano (2,9%), descolamento da retina (2,9%), aumento de escavação papilar (1,4%), degeneração periférica retiniana (1,4%), macroaneurisma (1,4%), papiledema bilateral (1,4%), tração vítreo-retiniana (1,4%). CONCLUSÕES: Pacientes com AIDS e neurotoxoplasmose podem apresentar alterações fundoscópicas características da toxoplasmose ocular, na forma ativa ou cicatricial, relacionadas ao HIV ou, ainda, a outras doenças oportunistas ou sistêmicas, podendo ser de grande auxílio num tratamento integral do paciente por uma equipe multiprofissional. Resumo em inglês INTRODUCTION: To describe fundoscopic findings among patients with AIDS and active-phase neurotoxoplasmosis. METHODS: A prospective study of case series type was developed, including 70 patients of both sexes and ages ranging from 20 to 63 years who were admitted to the wards of three public hospitals in the city of Recife, Pernambuco, Brazil, from January to October 2008, with diagnoses of AIDS and neurotoxoplasmosis determined according to the criteria of the Centers fo (mais) r Disease Control and Prevention (1992). The patients were characterized by a first episode of neurotoxoplasmosis (65; 92.9%) or recurrence (5; 7.1%), unawareness of having AIDS (23; 32.9%), mean T CD4+ count of 139.8 ± 3.04 lymphocytes/mm³ and mean viral load of 137,080 ± 39,380 copies/ml. All patients underwent ophthalmological examination consisting of ocular inspection, gauging of visual acuity, investigation of ocular extrinsic muscle function and fundoscopy using a binocular indirect ophthalmoscope (model OHM 3.5 Eyetec®) and external lens of 20 diopters (Volk®). RESULTS: The findings consisted of retinal cotton-wool spot exudates (8.6%), slight diffuse arteriolar constriction (8.6%), retinochoroiditis scars characteristic of ocular toxoplasmosis (5.7%), atrophy of retinal pigment epithelium (2.9%), retinal detachment (2.9%), increased papillary excavation (1.4%), retinal peripheral degeneration (1,4%), macroaneurysm (1.4%), bilateral papilledema (1.4%) and vitreous-retinal traction (1.4%). CONCLUSIONS: Patients with AIDS and neurotoxoplasmosis may present fundoscopic abnormalities characteristic of ocular toxoplasmosis, either in active or in scar form, related to HIV or even to other opportunist or systemic diseases, which can be of great aid for integral treatment of patients by a multiprofessional team.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

88

Avaliação da imunidade celular nos pacientes Co-Infectados pelo vírus da hepatite C e vírus da imunodeficiência humana/ Evaluation of the cellular immunity in patients coinfected by the hepatitis C virus and the human immunodeficiency virus

Tovo, Cristiane Valle; Santos, Diogo Edele dos; Mattos, Angelo Zambam de; Mattos, Angelo Alves de; Santos, Breno Riegel; Galperim, Bruno
2007-06-01

Resumo em português RACIONAL: O estado de ativação imune provocado pelo vírus da hepatite C pode agir deleteriamente em indivíduos portadores do vírus da imunodeficiência humana, favorecendo a destruição mais rápida dos linfócitos CD4. Por outro lado, a recuperação imune observada após o início da terapia antiretroviral pode ser parcialmente embotada em indivíduos co-infectados pelo vírus da hepatite C. OBJETIVO: Avaliar o impacto da co-infecção pelo vírus da hepatite C na (mais) imunidade celular dos pacientes infectados pelo vírus da imunodeficiência humana. MÉTODOS: Foram avaliados pacientes co-infectados por ambos os vírus, atendidos prospectivamente no Ambulatório de Gastroenterologia do Hospital Nossa Senhora da Conceição, Porto Alegre, RS (grupo 1 - 385 pacientes), e monoinfectados pelo vírus da imunodeficiência humana cujos dados foram obtidos através da revisão dos prontuários do Serviço de Infectologia do mesmo Hospital (grupo 2 - 198 pacientes). Foram avaliados dados demográficos (gênero, raça, idade), contagem de células CD4 e CD8, relação CD4/CD8 e carga viral do vírus da imunodeficiência humana. O nível de significância adotado foi de 5%. RESULTADOS: Não houve diferença estatisticamente significativa quando avaliados os valores médios da contagem de células CD4 (374,7 ± 215,7 x 357,5 ± 266,0), CD8 (1.512,4 ± 7.274,6 x 986,7 ± 436,4) e da carga viral do vírus da imunodeficiência humana (83.744,2 ± 190.292,0 x 104.464,0 ± 486.880,5), respectivamente nos grupos 1 e 2, bem como na proporção de pacientes com relação CD4/CD8 menor que 1. CONCLUSÃO: A co-infecção por estes vírus não trouxe impacto negativo relevante em relação aos monoinfectados pelo vírus da imunodeficiência humana e as características de imunidade foram semelhantes. Resumo em inglês BACKGROUND: The immune activation provoked by the hepatitis C virus can be deleterious in patients with human immunodeficiency virus, favouring the destruction of CD4 cells. By the other side, the immune restoration observed after the onset of antiretroviral therapy can be partially obscured in patients with the hepatitis C virus. AIM: The objective of the present study was to evaluate the impact of coinfection by hepatitis C virus and the human immunodeficiency virus in (mais) the cellular immunity. METHODS: Two groups of patients were considered: coinfected patients were prospectively evaluated in the gastroenterology clinic at "Hospital Nossa Senhora da Conceição", Porto Alegre, RS, Brazil (group 1 - 385 patients), and monoinfected patients by human immunodeficiency virus based on the review of the charts from the infectious diseases clinic (group 2 - 198 patients). Demographic (gender, race, age) CD4 and CD8 cell count, CD4/CD8 index and human immunodeficiency virus viral load were evaluated. A 5% significance level was adopted. RESULTS: There were no difference between the parameters evaluated: mean CD4 count (374,7 ± 215,7 x 357,5 ± 266,0), CD8 (1.512,4 ± 7.274,6 x 986,7 ± 436,4) and HIV viral load (83.744,2 ± 190.292,0 x 104.464,0 ± 486.880,5) respectively in both groups evaluated, as well as the proportion of patients with CD4/CD8 rate below 1. CONCLUSION: Coinfection by both viruses did not have a negative impact in relation to monoinfection by human immunodeficiency virus, and the immune profile was similar in all groups.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

89

Associação entre índice de ventilação e tempo de ventilação mecânica em lactentes com bronquiolite viral aguda/ Association between ventilation index and time on mechanical ventilation in infants with acute viral bronchiolitis

Almeida-Júnior, Armando A.; Silva, Marcos T. N. da; Almeida, Celize C.B.; Jácomo, Andréa D. N.; Nery, Breno M.; Ribeiro, José D.
2005-12-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar a associação entre tempo de ventilação mecânica e variáveis antropométricas, clínicas e de função pulmonar, precocemente, em lactentes com insuficiência respiratória por bronquiolite viral aguda em ventilação mecânica invasiva, e a evolução temporal das variáveis significativamente correlacionadas. MÉTODOS: Foram estudados 29 lactentes admitidos na unidade de terapia intensiva pediátrica do Hospital de Clínicas da UNICAMP, com diagn� (mais) �stico de bronquiolite viral aguda, definido por critérios clínicos e radiológicos. Lactentes com doenças crônicas ou instabilidade hemodinâmica foram excluídos. Todas as medidas foram feitas entre 24 e 72 horas em ventilação mecânica, usando capnografia volumétrica e análise dos gases sangüíneos. O tempo de ventilação mecânica foi dividido em: menor ou igual que 7 dias e maior que 7 dias. A associação entre o tempo de ventilação e as variáveis analisadas foi determinada pelo coeficiente de correlação de Spearman (r s) RESULTADOS: O tempo de ventilação mecânica apresentou correlação positiva significativa com a PaCO2 (r s = 0,45, p = 0,01) e com o índice de ventilação (r s = 0,51, p = 0,005), e negativa com o pH (r s = -0,40, p = 0,03). Índice de ventilação com valor de 37, avaliado do primeiro ao quinto dia, foi associado a risco progressivamente aumentado de tempo de ventilação mecânica maior que 7 dias (OR = 4,2 no primeiro dia a 15,71 no quarto dia) CONCLUSÕES: Índice ventilatório, PaCO2 e pH, precocemente medidos, foram associados com tempo prolongado em ventilação mecânica, refletindo a gravidade do distúrbio ventilatório e necessidade de suporte. Resumo em inglês OBJECTIVE: To evaluate the association between time on mechanical ventilation and anthropometric, clinical and pulmonary function variables, measured early, in infants on invasive mechanical ventilation with acute respiratory failure due to viral bronchiolitis, and the temporal progression of variables with significant correlations. METHODS: Twenty-nine infants admitted to the pediatric intensive care unit of UNICAMP university hospital were studied. Acute viral bronchiol (mais) itis was defined according to clinical and radiological criteria. Children with chronic diseases and those that were hemodynamically unstable were excluded. All measurements were taken after 24 to 72 hours' mechanical ventilation, using volumetric capnography and blood gas analysis. Mechanical ventilation time was divided into: 7 days. Association between time on mechanical ventilation and the variables analyzed was determined by Spearman's Correlation Coefficient (r s). RESULTS: Time on mechanical ventilation showed a significant positive correlation with PaCO2 (r s = 0.45, p = 0.01) and ventilation index (r s = 0.51, p = 0.005), and a negative correlation with pH (r s = -0.40, p = 0.03). Ventilation indices of 37, measured between day one and day five, was associated with a progressively increased risk of more than 7 days on mechanical ventilation (OR = 4.2 on the first day to 15.71 on the fourth day). CONCLUSION: Ventilation index, PaCO2 and pH, measured early, were associated with prolonged mechanical ventilation, reflecting the severity of ventilatory disturbance and the need for support.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

90

Associação entre o Diagnóstico Adaptativo, Indicadores de Evolução Clínica e o Teste de Relações Objetais em Pacientes com Infecção pelo HIV-1, doentes ou não/ Association among the Diagnosis Adaptive, Indicators of Clinical Evolution and the Test of Relationships Objects in Patient Infection Carriers for HIV-1, sick or not

Filho, Nelson Silva; Souza, Lenice do Rosário de
2004-11-01

Resumo em português Avaliados no Ambulatório Especial da Área de Doenças Tropicais, da Faculdade de Medicina de Botucatu, UNESP, 31 indivíduos com infecção pelo HIV-1. Dezesseis realizaram avaliações psicológicas em momentos distintos, sendo utilizados o Teste de Relações Objetais a Escala Diagnóstica Adaptativa Operacionalizada. Verificou-se associações entre dados epidemiológicos, clínicos, laboratoriais e psicodinâmicos, considerando a história natural da doença. A infe (mais) cção adquirida por consumo de drogas, implicou desenvolvimento de aids, doenças neurológicas, internações e adaptação ineficaz grave. Indivíduos com: aids, predomínio do funcionamento psicótico da mente, gravidez e/ou sexualidade precoce, impulsividade e irritabilidade apresentaram deterioração da eficácia adaptativa ao longo do tempo. Pacientes com ideação suicida e/ou adaptação ineficaz severa ou grave apresentam linha de tendência do CD4+ e CD8+ em queda e carga viral alta. A maior parte apresentou depressão crônica do tipo psicótica. Observou-se correlação positiva entre TRO e EDAO-R, TRO e CD4+, e EDAO-R e CD8+. Resumo em inglês Thirty-one individuals with HIV-1 infection were evaluated in theAmbulatório Especial da Área de Doenças Tropicais, da Faculdade de Medicina of Botucatu, Brazil,UNESP. Sixteen went through psychological evaluations in different moments, being used the Object Relations Test and the Adaptive Operationalized Diagnostic Scale. Associations among epidemic, clinical, laboratorials and psychodynamics data, considering the natural history of the disease were verified. The infe (mais) ction acquired through drugs consumption, implied in aids development, neurological diseases, internments and serious ineffective adaptation. Individuals with: aids, prevalence of the psychotic operation of the mind, pregnancy and/or precocious sexuality, impulsivity and irritability presented deterioration of adaptive effectiveness along time. Patients with suicidal ideation and/or severe or serious ineffective adaptation present a falling line of tendency of CD4+ CD8+ and a high viral load. Most of them presented chronic depression of the psychotic type. Positive correlation was observed among TRO and EDAO-R, TRO and CD4 +, and EDAO-R and CD8+ was observed.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

91

Anticorpos anti-Leptospira em pacientes de Mato Grosso do Sul com suspeita clínica de dengue ou hepatite viral/ Anti-Leptospira antibodies in patients in the State of Mato Grosso do Sul with clinical suspicion of dengue or viral hepatitis

Souza, Alda Izabel de; Nogueira, Joseli Maria da Rocha; Pereira, Martha Maria
2007-08-01

Resumo em português Considerando a carência de dados clínicos e epidemiológicos da leptospirose humana no Estado de Mato Grosso do Sul e a possibilidade de confusão com outras doenças, soros de pacientes com suspeita clínica inicial de dengue e hepatite viral, porém, sem confirmação laboratorial, foram examinados, através de soroaglutinação microscópica para leptospirose. Os índices de sororreagentes nas amostras com suspeita clínica de dengue e hepatite viral foram, respectiv (mais) amente, 15,9% e 9%. A maior ocorrência foi para o sorovar hurstbridge (70,4%) e o maior título para o sorovar canicola (1:51. 200). Não se observou associação entre positividade e sexo, idade ou ocupação dos pacientes. O estudo demonstrou que, embora as atuais notificações de casos de leptospirose em Mato Grosso do Sul sejam irrisórias, a prevalência de anticorpos foi elevada nos grupos investigados e, portanto, a hipótese de subnotificação de casos de leptospirose humana em Mato Grosso do Sul e dificuldades no diagnóstico diferencial com dengue e hepatite viral devem ser consideradas. Resumo em inglês In view of the lack of clinical and epidemiological data on human leptospirosis in the State of Mato Grosso do Sul, and the possibility of confounding it with other diseases, sera from patients with a preliminary clinical suspicion of dengue or viral hepatitis but without laboratory confirmation were examined by means of microscopic seroagglutination techniques for leptospirosis. The seroreactivity rates among the samples with clinically suspected dengue or viral hepatiti (mais) s were 15. 9% and 9%. The most frequent serovar was Hurstbridge (70. 4%) and the serovar with the highest titer was Canicola (1:51,200). No association was found between seropositivity and the patients’ sex, age or occupation. This study demonstrated that, although the present notifications of leptospirosis cases in Mato Grosso do Sul are negligible, the prevalence of antibodies was high in the groups investigated. Therefore, the hypothesis that there is undernotification of human leptospirosis cases in this State and difficulties in the differential diagnosis between dengue and viral hepatitis should be considered.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

92

Alterações nucleolares em algumas neuroviroses humanas/ Nucleolar alterations in some human viral infections of the nervous system

Alencar, Alexandre Alberto de
1973-01-01

Resumo em português Neste trabalho estudamos alguns conceitos básicos sobre o nucléolo. Em seguida à apresentação do material de estudo, constante de casos de neuroviroses humanas, é feita um adescrição pormenorizada das alterações nucleares e nucleolares encontradas nas seguintes entidades mórbidas: polioencefalite subaguda com inclusões de DAWSON, leuco-encefalite subaguda esclerosante de VAN BOAGAERT, panencefalite nodular de PETTEDORING, poliomielite anterior aguda e raiva. A (mais) s alterações nucleolares encontradas constam de hipertrofia inicial, a que se seguem profundas alterações em sua estrutura interna, sob a forma de vacuolizações e condensações granulares (os chamados nucleolinos) de número e tamanhos variados. Alguns destes corpúsculos granulares, fortemente basófilos e que apresentam as mesmas características citoquímicas dos nucléolos, são lançados no carioplasma sob a forma de volumosos corpúsculos basófilos esferoidais. São feitos comentários sobre a natureza do fenômeno, concluindo-se que, tratando-se de uma ocorrência somente encontrada nas viroses, em certas formas de intoxicações e em determinados distúrbios genéticos, o seu aparecimento em um quadro histopatológico encefalítico ou mielítico permite, com segurança atribuir sua etiologia a um vírus. De todos os processos estudados, o que apresentou tais alterações nucleolares com maior exuberância foi a panencefalite nodular de PETTE-DORING. Resumo em inglês In this paper we studied the classic and modern concepts concerning the structure, composition, origen and function of the nucleole particularly in relation to the neuronal cells. The materal of study consisted of a number of cases of human neuroviroses. A detailed description of the nuclear and nucleolar alterations verfied in the following diseases was made: Dawson's Subacute Polioencephalitis, van Bogaert´s Sclerosing Subacute Leucoencephalitis, Pette Döring's Subac (mais) ute Panencephalitis, Acute Anterior Poliomyelitis and Rabies. The nucleolar lesions found consisted of early hypertophy followed by deep changes in its internal structure with a shape of vacuoles and granular condensations (the so called nucleolines) varying in number and size. Some of this deeply basophile granular corpuscles which show the same citochemical characteristics of the nucleoles are thrown in the charioplasma developing great spheroidal basophilic corpuscles. Commentaries about the nature of the phenomenon were made. Since such a finding is present only in virosis and in certain forms of intoxication and in genetic disturbances, its occurrence in an encephalitic of myelitic histopathologic pattern surely allows to admit its etiology as being due to a virus. From all the studied specimens the one which showed such nucleolar alterations mostly exuberant was the Pette Döring's Nodular Panencephalitis.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

93

Alta incidência de Pepper yellow mosaic virus em tomateiro em região produtora no Distrito Federal/ High incidence of Pepper yellow mosaic virus in tomatoes in productive areas of Brazil’s Federal Distric

Dianese, Érico C.; Resende, Renato O.; Inoue-Nagata, Alice K.
2008-02-01

Resumo em português Várias doenças ameaçam a produção de tomate, especialmente aquelas causadas por vírus dos gêneros Begomovirus, Tospovirus e Potyvirus. Uma análise de amostras foliares de tomateiro para detecção dos vírus de maior importância no Distrito Federal foi realizada utilizando-se as técnicas de PCR e DAS-ELISA. Em um total de 54 amostras avaliadas, o vírus mais prevalente foi o Pepper yellow mosaic virus, um potyvírus responsável por sérias perdas em áreas de p (mais) rodução de pimentão no Brasil. Este resultado reforça a crescente importância deste vírus na produção de tomate. Os sintomas causados por PepYMV são muito similares àqueles causados por begomovírus, portanto é recomendada que uma técnica de detecção apropriada seja utilizada em adição à avaliação visual de sintomas. Resumo em inglês Various diseases threaten tomato production; especially those caused by viruses of the genera Begomovirus, Tospovirus and Potyvirus. A survey on the major viral diseases occurring on tomatoes in the Federal District was carried out using PCR and DAS-ELISA. Out of 54 evaluated samples, the most prevalent virus was Pepper yellow mosaic virus, a potyvirus responsible for heavy losses in sweetpepper production in Brazil. This result highlights the increasing importance of thi (mais) s virus on the tomato crop. Since the symptoms caused by PepYMV infection are similar to those caused by begomoviruses, the use of a proper detection technique is recommended in addition to visual evaluation of symptoms.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

94

A infecção pelo vírus da diarréia viral bovina (BVDV) no Brasil: histórico, situação atual e perspectivas/ Bovine viral diarrhea virus (BVDV) infection in Brazil: history, current situation and perspectives

Flores, Eduardo F.; Weiblen, Rudi; Vogel, Fernanda S. Flores; Roehe, Paulo M.; Alfieri, Amauri A.; Pituco, Edviges M.
2005-09-01

Resumo em português O vírus da Diarréia Viral Bovina (BVDV) possui distribuição mundial e é considerado um dos principais patógenos de bovinos. A infecção e as enfermidades associadas ao BVDV têm sido descritas no Brasil desde os anos 60. Diversos relatos sorológicos, clínico-patológicos e de isolamento do agente demonstram a ampla disseminação da infecção no rebanho bovino brasileiro. Além de sorologia positiva em níveis variáveis em bovinos de corte e leite, anticorpos c (mais) ontra o BVDV têm sido ocasionalmente detectados em suínos, javalis, caprinos, cervos e bubalinos. O BVDV tem sido freqüentemente detectado em fetos abortados, na capa flogística de animais persistentemente infectados (PI) oriundos de rebanhos com problemas reprodutivos, em amostras clínicas e/ou material de necropsia de animais com as mais diversas manifestações clínicas, em sêmen de touros de centrais de inseminação artificial, em fetos saudáveis coletados em matadouros e em soro bovino comercial e/ou cultivos celulares. Aproximadamente 50 isolados do vírus já foram caracterizados genética e/ou antigenicamente, enquanto um número semelhante de amostras aguarda caracterização. A maioria dos isolados caracterizados pertence ao genótipo BVDV-1, biotipo não-citopático (NCP), embora vários isolados de BVDV-2 (e alguns BVDV citopáticos CP) já tenham sido identificados. Os isolados brasileiros apresentam grande variabilidade antigênica, além de diferenças antigênicas marcantes quando comparados a cepas vacinais norte-americanas. Algumas vacinas polivalentes (BHV-1, PI-3, BRSV), contendo o BVDV inativado, têm sido utilizadas no rebanho brasileiro. No entanto, o uso de vacinação ainda é incipiente na maioria das regiões; apenas 2,5 milhões de doses foram comercializadas em 2003. A baixa reatividade sorológica cruzada entre os isolados brasileiros e as cepas vacinais tem estimulado laboratórios nacionais a desenvolver vacinas com isolados autóctones de BVDV-1 e 2. O conhecimento sobre a infecção pelo BVDV no Brasil tem aumentado consideravelmente nos últimos anos, à medida em que cresce o número de laboratórios envolvidos em diagnóstico e pesquisa sobre esse vírus. Diagnóstico sorológico, virológico ou molecular; estudos sobre epidemiologia sorológica e molecular, patogenia e produção de reagentes para diagnósitco têm contribuído para o aumento no conhecimento sobre a infecção pelo BVDV no país. Resumo em inglês Bovine viral diarrhea virus (BVDV) is one of the most important pathogens of cattle worldwide. BVDV infection and associated diseases have been reported in Brazil since the late 1960ties. Several serological, virological, clinical and pathological reports demonstrate the widespread distribution of BVDV infection among Brazilian cattle. In addition to variable levels of positive serology in beef and dairy cattle, BVDV antibodies have been occasionally detected in swine, wi (mais) ld boars, goats, cervids and water buffaloes. BVDV infection has been diagnosed in aborted fetuses, buffy coats of persistently infected (PI) animals, clinical specimens from animals suffering from different clinical syndromes, semen of bulls of artificial insemination (AI) centers, in healthy fetuses and in commercial fetal bovine serum and/or cultured cells. About 50 isolates have been genetically and/or antigenically characterized up to date, whilst roughly an equivalent number of isolates awaits characterization. Most of the characterized isolates belong to BVDV-1 genotype, non-cytopathic (NCP) biotype, yet some BVDV-2 (and some CP BVDV) have been identified as well. Brazilian BVDV isolates display a high antigenic variability and are markedly different from North American vaccine strains. A few inactivated, polyvalent vaccines are currently licensed in the country, yet vaccination is still incipient in many regions: only about 2.5 million doses were marketed in 2003. The low serological cross-reactivity between vaccine strains and field isolates has recently stimulated national industries to develop vaccines containing Brazilian BVDV-1 and BVDV-2 strains. The overall knowledge about BVDV infection in Brazil has grown considerably in the last years, due to an increasing number of laboratories performing diagnosis and research. Studies on the pathogenesis, serological and molecular epidemiology and production of reagents for diagnosis have contributed decisively for the recent growing knowledge on BVDV infections in the country.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

95

Doenças reumáticas auto-imunes em indivíduos infectados pelo HTLV-1/ Autoimmune rheumatic diseases in HTLV-1 infected individuals

Carvalho, Mônica Martinelli Nunes de; Novaes, Albino E.; Carvalho, Edgar Marcelino de; Araújo, Maria Ilma
2006-10-01

Resumo em português O HTLV-1 foi o primeiro retrovírus humano a ser associado às doenças malignas leucemia e linfoma de células T do adulto (LLTA). Ele está relacionado também a uma doença inflamatória crônica do sistema nervoso central (SNC) conhecida como paraparesia espástica tropical/mielopatia associada ao HTLV-1 (PET/MAH). O HTLV-1 tem sido implicado na patogênese de várias doenças auto-imunes, tais como: diabetes, esclerose múltipla, dermatite infectiva, uveíte e artrop (mais) atia. Ao longo dos anos, a infecção retroviral tem assumido um importante papel na patogênese das doenças reumáticas auto-imunes. Partículas semelhantes aos retrovírus têm sido identificadas em tecidos de pacientes com artrite reumatóide (AR), síndrome de Sjögren, lúpus eritematoso sistêmico (LES) e polimiosite. A síndrome de Sjögren e a AR têm sido as doenças reumáticas mais encontradas nos pacientes infectados pelo HTLV-1, sendo a freqüência mais elevada nos pacientes com mielopatia. A alta prevalência de síndrome de Sjögren e de AR entre os indivíduos com mielopatia sugere que a carga viral e a resposta inflamatória exacerbada, que concorrem para o desenvolvimento da mielopatia, devem também influenciar no desenvolvimento das doenças reumáticas auto-imunes. Resumo em inglês The HTLV-1 was the first human retrovirus associated with adult T-cell leukemia/lymphoma (LLTA). The virus also causes a chronic inflammatory disease of the central nervous system named HTLV-1-associated myelopathy or tropical spastic paraparesis (HAM/TSP). HTLV-1 has been implicated in the pathogenesis of many autoimmune diseases, such as diabetes, multiple sclerosis, infective dermatitis, uveitis and arthropathy. It has long been suggested that retroviral infection may (mais) play a role in the pathogenesis of autoimmune rheumatic diseases. Particles resembling retroviruses have been reported in tissue from patients with rheumatoid arthritis (RA), Sjögren’s syndrome, systemic lupus erythematosus (SLE) and polymyositis. Sjögren’s syndrome and RA have been the most frequent rheumatic diseases in patients infected with HTLV-1, being more prevalent in patients with myelopathy. The high prevalence of Sjögren’s syndrome and RA in individuals with myelopathy, suggests that the viral burden and exacerbated inflammatory response may play a role not only in the development of myelopathy, but may also influence the outcome of autoimmune rheumatic diseases.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

96

Doenças do sistema nervoso central de equídeos no semi-árido/ Diseases of the central nervous system in equidae in the Brazilian semiarid

Pimentel, Luciano A.; Oliveira, Diego M. de; Galiza, Glauco J.N.; Rego, Rafael O. do; Dantas, Antônio Flávio M.; Riet-Correa, Franklin
2009-07-01

Resumo em português As doenças do sistema nervoso central (SNC) de equídeos representam uma parcela importante das enfermidades diagnosticadas nestas espécies. O estudo destas e de outras enfermidades nas diferentes regiões do país é necessária para estabelecer formas eficientes de controle e profilaxia. O presente trabalho teve como objetivo descrever as características clínicas, epidemiológicas e patológicas das doenças do SNC de equídeos diagnosticadas no Laboratório de Pato (mais) logia da Universidade Federal de Campina Grande, em Patos, Paraíba, que ocorreram entre janeiro de 2007 e dezembro de 2008. No período estudado, 159 casos ou surtos de doenças de equídeos foram diagnosticados. Destes, 49 (30,8%) afetaram o SNC. A encefalopatia hepática na intoxicação por Crotalaria retusa foi a principal enfermidade com 14 casos (28,5%), seguida por tétano com 13 (26,5%) casos e raiva com 11 (22,,4%) casos. Sete (14,2%) casos foram de traumatismos afetando o SNC. Foram, também, diagnosticados 1 caso de leucoencefalomalacia, 1 de encefalite por herpesvírus eqüino-1, 1 de injeção acidental na artéria carótida, 1 surto de encefalomielite viral equina tipo leste, 1 surto de intoxicação por Turbina cordata e 1 surto de doença tremogênica de causa desconhecida. Cinco casos tiveram diagnóstico inconclusivo. Este trabalho comprova a importância do funcionamento de laboratórios de diagnóstico, nas diferentes regiões do país, para o conhecimento das doenças do rebanho e para a vigilância epidemiológica das mesmas. Resumo em inglês Diseases of the central nervous system (CNS) in equidae are important in these species, and their knowledge in the different Brazilian regions is necessary to determine efficient control and preventive measures. This paper reports epidemiologic aspects, clinical signs and pathology of diseases of the CNS in equidae diagnosed by the Veterinary Pathology Laboratory at the Federal University of Campina Grande in the city of Patos, state of Paraíba, northeastern Brazil, duri (mais) ng 2002-2008. During the period, 159 cases or outbreaks of those diseases were studied, 49 (30.8%) affecting the CNS. Hepatic encephalopathy caused by Crotalaria retusa poisoning, with 14 cases (28.5%), was the main disease observed. Tetanus was diagnosed in 13 (26.5%) cases and rabies in 11 (22.4%). In seven (14.2%) cases the death or euthanasia was due to traumatic lesions of the CNS. Also were diagnosed 1 case of leucoencephalomalacia, 1 case of encephalitis by equine herpesvirus-1, 1 case of intracarotid artery injection, 1 outbreak of Eastern equine encephalitis, 1 of Turbina cordata poisoning, and 1 of a tremogenic disease of unknown cause. In 5 cases the diagnosis was inconclusive. This paper indicates the importance of diagnostic veterinary laboratories, in the different Brazilian regions, for the knowledge of livestock diseases.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)