WorldWideScience
 
 
1

Estudo da ação da estreptoquinase e do alopurinol em retalhos cutâneos em ilha submetidos à isquemia prolongada: estudo experimental em ratos/ Study of the effect of streptokinase and allopurinol in island skin flaps submitted to prolonged ischemia: experimental study in rats  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese OBJETIVO: Estabelecer relação entre a sobrevivência de retalhos cutâneos em ilha submetidos à isquemia prolongada e o uso da estreptoquinase e do alopurinol administrados após o período de isquemia prolongado. MÉTODOS: Foram utilizados 48 ratos machos da raça Wistar, com peso entre 300 e 350g, divididos em quatro grupos com 12 cada um, sendo; grupo controle, alopurinol, estreptoquinase e associação de alopurinol com estreptoquinase, submetidos à dissecção de (more) retalho epigástrico em ilha, seguido de clampeamento do feixe vascular, por oito horas em isquemia mista normotérmica. Após este período, as pinças foram retiradas e cada animal recebeu o esquema terapêutico proposto através de injeção intravenosa. A análise da sobrevivência dos retalhos foi realizada no sétimo dia de pós-operatório. Foram realizadas análises descritivas (% de área necrótica) e de variâncias, bem como comparações múltiplas de Dunnett T3 entre os quatro grupos e o teste da mediana. RESULTADOS: O grupo controle apresentou em média 79,88% de necrose da área total. Aqueles que receberam alopurinol apresentaram em média 64,05% de necrose e o grupo que recebeu estreptoquinase apresentou em média 55,52% de necrose. Com a associação das duas drogas, os ratos apresentaram 54,30% em média de necrose do retalho. Aplicando o teste Dunnett e o teste da mediana verificou-se de que o grupo estreptoquinase é o com menor percentual de necrose neste estudo. CONCLUSÃO: A administração sistêmica da estreptoquinase após oito horas de isquemia mista normotérmica resultou em aumento da sobrevivência de retalhos epigástricos em ilha em ratos, quando comparada à administração de alopurinol, associação do alopurinol e estreptoquinase e do grupo controle. Abstract in english BACKGROUND: To establish a relation between the survival rate of island skin flaps submitted to prolonged ischemia and the effect of streptokinase and allopurinol administered after the ischemic period. METHODS: A total of 48 male Winstar rats, each weighing between 300 and 350 grams,were separated into four groups of twelve as follows: control, allopurinol, streptokinase and association of allopurinol and streptokinase, were submitted to an epigastric island flap dissect (more) ion followed by epigastric vessel bundle clamping. Flaps remained this way for 8 hours in normothermic mixed ischemia. After the ischemic period, clamps were removed and each rat received the therapeutical scheme proposed for the group by intravenous injections. Flap survival analysis was performed on the seventh post operative day. Variance and descriptive analyses (as a percentage of the necrotic area) as well as Dunnett-T3 multiple comparisons among the 4 groups and median tests were carried out. RESULTS: Rats in the control group presented an average of 79.88% of necrosis in the flap total area; those which received allopurinol presented an average of 64.05% of necrosis whereas the group which received streptokinase showed an average of 55.52% of necrosis. With the association of both drugs, rats presented an average of 54.30% of necrosis in the flap total area. By applying Dunnet test and the median test, it could be verified that, in this study the streptokinase group had the lowest necrosis rate. CONCLUSION: The systemic administration of streptokinase after 8 hours of normothermic global ischemia resulted in an increased survival rate of epigastric island skin flaps in rats, when compared to the administration of allopurinol, association of the two drugs and the control group.

Moura, Tatiana de; Marques, Ary de Azevedo; Bernal, Sabrina Oliveira; Gagliocca, Gustavo Damaggio; Gemperli, Rolf; Ferreira, Marcus Castro

2009-01-01

2

Lesão intestinal após isquemia-reperfusão: estudo comparativo usando sal tetrazólico (MTT) e histologia  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Vários métodos são utilizados para avaliar e estimar as lesões intestinais de isquemia e reperfusão (IR). Assim, o objetivo do presente trabalho é realizar o estudo comparativo dos aspectos colorimétrico e histológico da lesão intestinal após IR. Para tal, foram utilizados 30 ratos Wistar, machos, pesando entre 310 a 410g, distribuídos em 3 grupos: Grupo Controle (GC), Grupo Isquemia e Reperfusão-1 (GIR-1) e Grupo Isquemia e Reperfusão-3 (GIR-3), com 10 animais cada. Nos grupos GIR-1 e GIR-3 foi realizada isquemia intestinal, por meio de falsa ligadura da artéria mesentérica anterior, durante 30 minutos e após esta a perfusão sangüínea foi restaurada. Estes animais foram submetidos a eutanásia após 1 e 3 dias de reperfusão, respectivamente, sendo colhido material para realização dos estudos colorimétrico, usando o Methyl Thiazolyl Blue (MTT) e histológico pela hematoxilina e eosina. Os resultados obtidos demonstraram uma menor proporção de células viáveis e um maior grau de lesão da túnica mucosa nos animais do grupo GIR-3 em relação ao controle (p<0,05). Desta forma os autores concluem que o estudo colorimétrico, usando o MTT, mostrou-se tão eficaz e confiável quanto o estudo histológico na avaliação das repercussões intestinais produzidas pela IR deste órgão.

Brito Marcus Vinicius Henriques; Araújo Marialva de; Acácio Glayce June Sasaki; Acácio Glayce Josy Sasaki; Reis José Maciel Caldas dos

2001-01-01

3

Colestase neonatal prolongada: estudo prospectivo/ Prolonged neonatal cholestasis: a prospective study  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese Em razão da urgência de se decidir por um tratamento clínico ou por uma intervenção cirúrgica imediata, o estudo da colestase neonatal prolongada envolve dois objetivos básicos: o diagnóstico diferencial entre atresia biliar e hepatite neonatal e a pesquisa dos agentes etiológicos associados. Desta maneira, através de estudo prospectivo desenvolvido na década de 1970, foram avaliadas 77 crianças portadoras de colestase neonatal prolongada para estabelecer o di (more) agnóstico diferencial entre atresia biliar e hepatite neonatal e, numa segunda fase, 108 crianças, visando esclarecer a etiopatogenia da colestase neonatal prolongada. Os resultados do diagnóstico diferencial revelaram que, dos 18 atributos avaliados, apenas oito mostraram-se bons indicadores de atresia biliar, em ordem decrescente: ductos proliferados (espaço-porta), fibrose (espaço-porta), colestase (espaço-porta), cor das fezes -- acolia, hepatomegalia, colestase canalicular (lóbulo), infiltrado (espaço-porta), células gigantes (lóbulo). Estes oito atributos foram então compostos, mediante uma ponderação, em um único indicador de grande poder discriminativo, capaz de decidir o diagnóstico diferencial em 99% dos casos. Quanto à etiopatogenia, registrou-se: vírus rubéola 0%, vírus herpes simples 0%, listeriose 0%, citomegalovirose 2,2%, vírus hepatite B 2,4%, toxoplasmose 2,8%, deficiência de alfa-1-antitripsina 13,1%, sífilis 21,1 %, auto-anticorpos hepáticos 58,4%. O trabalho desenvolvido mostra que as 8 variáveis mais decisivas, como indicadoras diferenciais entre atresia biliar e hepatite neonatal, permanecem como índices fundamentais, auxiliando, em conjunto com novos métodos diagnósticos, na composição de uma estratégia multifatorial cada vez menos invasiva e mais precisa. O estudo da etiopatogenia, dependente das condições epidemiológicas locais e da época, com a introdução de novos métodos diagnósticos, torna-se atualmente cada vez mais completo e abrangente, evoluindo para a ideal diminuição progressiva dos processos idiopáticos. Abstract in english Due to the urgency in choosing either clinical treatment or immediate surgical intervention, the study of the prolonged neonatal cholestasis involves two basic aims: the differential diagnosis between biliary atresia and neonatal hepatitis and the research into the associated etiological agents. So, in a prospective trial carried out in the 70´s, 77 children with prolonged neonatal cholestasis were studied in order to establish the differential diagnosis between biliary (more) atresia and neonatal hepatitis, followed by the evaluation of 108 children towards a pathogenesis of the prolonged neonatal cholestasis. The results of the differential diagnosis showed that within 18 items examined only 8 proved to be good biliary atresia indicators. They are as follows (in decreasing order): ductular proliferation (portal tracts), fibrosis (portal tracts), cholestasis (portal tracts), stools colour -- acholia, hepatomegaly, canalicular cholestasis (lobule), infiltrate (portal tracts), giant cells (lobule). These eight items were then gathered in a sole indicator of great discriminative power, with a confidence level of 99%. The figures regarding the pathogenesis are: rubella virus 0%, herpes simplex virus 0%, listeriosis 0%, cytomegalovirus 2.2%, hepatitis B virus 2.4%, toxoplasmosis 2.8%, alpha-1-antitrypsin deficiency 13.1%, syphilis 21.1%, autoantibodies against the liver 58.4%. Such work thus revealed that those eight most important factors when differentiating biliary atresia from neonatal hepatitis remain as fundamental indicators and, when employed alongside other diagnostic methods, can help in the assembling of a multifactorial strategy less and less invasive and more precise. The pathogenic study, with its heavy dependency on time and place, has become more complete with the introduction of new diagnostic methods, evolving to the ideal progressive reduction of idiopathic processes.

PRADO, Elizabeth Teixeira Mendes Livramento; ARAUJO, Maria de Fátima; CAMPOS, José Vicente Martins

1999-12-01

4

Colestase neonatal prolongada: estudo prospectivo Prolonged neonatal cholestasis: a prospective study  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Em razão da urgência de se decidir por um tratamento clínico ou por uma intervenção cirúrgica imediata, o estudo da colestase neonatal prolongada envolve dois objetivos básicos: o diagnóstico diferencial entre atresia biliar e hepatite neonatal e a pesquisa dos agentes etiológicos associados. Desta maneira, através de estudo prospectivo desenvolvido na década de 1970, foram avaliadas 77 crianças portadoras de colestase neonatal prolongada para estabelecer o diagnóstico diferencial entre atresia biliar e hepatite neonatal e, numa segunda fase, 108 crianças, visando esclarecer a etiopatogenia da colestase neonatal prolongada. Os resultados do diagnóstico diferencial revelaram que, dos 18 atributos avaliados, apenas oito mostraram-se bons indicadores de atresia biliar, em ordem decrescente: ductos proliferados (espaço-porta), fibrose (espaço-porta), colestase (espaço-porta), cor das fezes -- acolia, hepatomegalia, colestase canalicular (lóbulo), infiltrado (espaço-porta), células gigantes (lóbulo). Estes oito atributos foram então compostos, mediante uma ponderação, em um único indicador de grande poder discriminativo, capaz de decidir o diagnóstico diferencial em 99% dos casos. Quanto à etiopatogenia, registrou-se: vírus rubéola 0%, vírus herpes simples 0%, listeriose 0%, citomegalovirose 2,2%, vírus hepatite B 2,4%, toxoplasmose 2,8%, deficiência de alfa-1-antitripsina 13,1%, sífilis 21,1 %, auto-anticorpos hepáticos 58,4%. O trabalho desenvolvido mostra que as 8 variáveis mais decisivas, como indicadoras diferenciais entre atresia biliar e hepatite neonatal, permanecem como índices fundamentais, auxiliando, em conjunto com novos métodos diagnósticos, na composição de uma estratégia multifatorial cada vez menos invasiva e mais precisa. O estudo da etiopatogenia, dependente das condições epidemiológicas locais e da época, com a introdução de novos métodos diagnósticos, torna-se atualmente cada vez mais completo e abrangente, evoluindo para a ideal diminuição progressiva dos processos idiopáticos.Due to the urgency in choosing either clinical treatment or immediate surgical intervention, the study of the prolonged neonatal cholestasis involves two basic aims: the differential diagnosis between biliary atresia and neonatal hepatitis and the research into the associated etiological agents. So, in a prospective trial carried out in the 70´s, 77 children with prolonged neonatal cholestasis were studied in order to establish the differential diagnosis between biliary atresia and neonatal hepatitis, followed by the evaluation of 108 children towards a pathogenesis of the prolonged neonatal cholestasis. The results of the differential diagnosis showed that within 18 items examined only 8 proved to be good biliary atresia indicators. They are as follows (in decreasing order): ductular proliferation (portal tracts), fibrosis (portal tracts), cholestasis (portal tracts), stools colour -- acholia, hepatomegaly, canalicular cholestasis (lobule), infiltrate (portal tracts), giant cells (lobule). These eight items were then gathered in a sole indicator of great discriminative power, with a confidence level of 99%. The figures regarding the pathogenesis are: rubella virus 0%, herpes simplex virus 0%, listeriosis 0%, cytomegalovirus 2.2%, hepatitis B virus 2.4%, toxoplasmosis 2.8%, alpha-1-antitrypsin deficiency 13.1%, syphilis 21.1%, autoantibodies against the liver 58.4%. Such work thus revealed that those eight most important factors when differentiating biliary atresia from neonatal hepatitis remain as fundamental indicators and, when employed alongside other diagnostic methods, can help in the assembling of a multifactorial strategy less and less invasive and more precise. The pathogenic study, with its heavy dependency on time and place, has become more complete with the introduction of new diagnostic methods, evolving to the ideal progressive reduction of idiopathic processes.

Elizabeth Teixeira Mendes Livramento PRADO; Maria de Fátima ARAUJO; José Vicente Martins CAMPOS

1999-01-01

5

Efeitos do alopurinol sobre a lipoperoxidação de membranas celulares renais na síndrome da isquemia e reperfusão: estudo experimental em ratos  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Objetivo: Vários estudos têm demonstrado que Radicais Livres de Oxigênio (RLO) contribuem para o dano celular decorrente da isquemia e reperfusão. Este estudo foi desenvolvido como o objetivo de avaliar os efeitos da isquemia e reperfusão renal em ratos, tratados ou não com alopurinol, sobre a lipoperoxidação (LPO) das membranas celulares renais. Método: Foram usados ratos Wistar distribuídos em 4 grupos e submetidos a períodos de isquemia e reperfusão renal ou não, dependendo do grupo. Também foram submetidos ou não a tratamento com alopurinol na dose de 50 e 150 mg/Kg por via intraperitoneal, 5 e 1 horas antes do procedimento. Na avaliação da lipoperoxidação utilizou-se os métodos do TBARS e QL. Resultados: Os resultados demonstraram aumento da LPO nos animais submetidos a isquemia e reperfusão renal. No entanto, estes efeitos deletérios foram reduzidos com o pré-tratamento com alopurinol (p<0,05). Conclusão: O dano causado em animais submetidos a isquemia e reperfusão renal pode ser demonstrado e quantificado pela LPO. Além disso, o alopurinol demonstrou proteção renal contra o dano decorrente desta síndrome, diminuindo a LPO nestes animais. Estes resultados sugerem que a via da xantina oxidase é uma das mais importantes rotas metabólicas envolvidas na geração de RLO, estes responsáveis em parte pelos danos funcionais do rim na síndrome da isquemia e reperfusão deste órgão.

Rhoden Ernani Luís; Mauri Marcelo; Petteffi Leonardo; Dacanal Francisco; Pilla Marco; Belló-Klein Adriane; Telöken Cláudio; Barros Elvino; Rhoden Cláudia Ramos

1998-01-01

6

Retrato de uma vida contida: estudo de um caso de autismo com internação prolongada  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Este artículo visa comprender el autismo a partir de un caso con internación prolongada. El autismo será fundamentado bajo dos ópticas: la Psiquiatría y el Psicoanálisis Winnicotiano. A través de la Psiquiatría, el concepto, las posibles causas y los síntomas serán abordados, y a través de la teoría Winnicotiana, será discutida la importancia del soporte familiar y del medio saludable para un desarrollo emocional que conlleve a la integración del individuo, siendo el autismo mostrado como un posible fallo en esta estructura. El caso clínico elegido se refiere a una paciente abandonada por la familia, con fuerte y constante estado de autoagresividad, que estuvo ingresada por 21 años en el hospital público de referencia en cuanto a la salud mental en la provincia de Ceará donde, en la gran mayoría de las veces, estuvo bajo contención como una forma de mantener su integridad física. Este sujeto dio póstumamente su nombre al primero CAPS infantil de la provincia de Ceará, que atiende al público infanto-juvenil de 67 barrios del municipio de Fortaleza. Para tanto, se llevó a cabo un levantamiento documental de todos los prontuarios del sujeto investigado, desde diciembre de 2009 hasta mayo de 2010. Los resultados muestran las narraciones cogidas de los prontuarios que apuntan hacia comportamientos característicos del autismo, así como episodios de agresividad, inquietud, intentos de sociabilización por parte del equipo multidisciplinar, conductas terapéuticas adoptadas y limitaciones sufridas por el equipo delante del comprometimiento global del sujeto.

Yzy Maria Rabelo Câmara; João Joaquim Freitas do Amaral; Adriana Melo de Farias; Yls Rabelo Câmara; Eveline Mourão de Araújo

2011-01-01

7

Efeitos do alopurinol sobre a lipoperoxidação de membranas celulares renais na síndrome da isquemia e reperfusão: estudo experimental em ratos  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Objetivo: Vários estudos têm demonstrado que Radicais Livres de Oxigênio (RLO) contribuem para o dano celular decorrente da isquemia e reperfusão. Este estudo foi desenvolvido como o objetivo de avaliar os efeitos da isquemia e reperfusão renal em ratos, tratados ou não com alopurinol, sobre a lipoperoxidação (LPO) das membranas celulares renais. Método: Foram usados ratos Wistar distribuídos em 4 grupos e submetidos a períodos de isquemia e reperfusão renal ou não, dependendo do grupo. Também foram submetidos ou não a tratamento com alopurinol na dose de 50 e 150 mg/Kg por via intraperitoneal, 5 e 1 horas antes do procedimento. Na avaliação da lipoperoxidação utilizou-se os métodos do TBARS e QL. Resultados: Os resultados demonstraram aumento da LPO nos animais submetidos a isquemia e reperfusão renal. No entanto, estes efeitos deletérios foram reduzidos com o pré-tratamento com alopurinol (pBackground: Evidence has accumulated that oxygen free radical (OFR) contribute to the cellular damage induced by ischemia-reperfusion. This study was undertaken to determine the effects of renal ischemia-reperfusion in rats, treated or not with allopurinol evaluating the lipid peroxidation (LPO) of renal cellular membranes. Method: Wistar rats were divided into 4 groups (n=10) and submitted to 50 minutes of renal ischemia and reperfusion and treated or not with allopurinol (50 and 150 mg/Kg of body, 5 and 1 hour before ischemia, respectively). The lipid peroxidation was assessed by TBARS method (Thiobarbituric acid reactives substances) and CL method (Chemiluminescence). Results:The results showed that animals submitted to renal ischemia-reperfusion had renal LPO damage. These effects of ischemia and reperfusion were reduced by treatment with allopurinol (p<0,05). Conclusion: These results suggest that xanthine oxidase is one of the most important pathway envolved in the generation of OFR and chemical reactives elements with injury potencial at the renal cellular membranes due to ischemia-reperfusion syndrome. At least, allopurinol showed benefical effects preventing damage due to renal ischemia-reperfusion injury.

Ernani Luís Rhoden; Marcelo Mauri; Leonardo Petteffi; Francisco Dacanal; Marco Pilla; Adriane Belló-Klein; Cláudio Telöken; Elvino Barros; Cláudia Ramos Rhoden

1998-01-01

8

Functional evaluation of temporary focal cerebral ischemia: experimental model Avaliação funcional da isquemia cerebral focal temporária em modelo experimental  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available OBJECTIVE: Despite cerebral ischemia being a frequent clinical pathologic state, the tolerance of neural tissue to oxygen absence and to reperfusion is controversial. This study aims to evaluate the effects of focal cerebral ischemia/reperfusion, by analyzing the mitochondrial respiration. METHOD: Sixty-four adult rats underwent focal cerebral ischemia by middle cerebral artery occlusion, during 15, 30 and 60 minutes, followed by 10 minutes or 19 hours of reperfusion. The effects of ischemia were analyzed measuring the O2 consumption by mitochondria in the ischemic and non-ischemic areas. RESULTS: There was compromise of the mitochondrial respiration after 30 and 60 minutes of ischemia, followed by 10 minutes of reperfusion but there was no alteration in this function after 19 hours of reperfusion. CONCLUSION: Compromise of the mitochondrial function occurred after 30 minutes of ischemia but, until one hour of ischemia, if the reperfusion was prolonged there was no evidence of ischemic/reperfusion injuries.OBJETIVO: Apesar da isquemia cerebral focal ser um estado patológico freqüente, a tolerância do tecido nervoso à ausência de oxigênio e à reperfusão é controversa. Este estudo visou avaliar os efeitos da isquemia/reperfusão cerebrais focais através da respiração mitocondrial. MÉTODO: Sessenta e quatro ratos adultos foram submetidos a isquemia cerebral focal por oclusão da artéria cerebral media durante 15, 30 e 60 minutos, seguida de reperfusão por 10 minutos e 19 horas. Os efeitos da isquemia/reperfusão foram analisados medindo-se o consumo de O2 pelas mitocôndrias nas áreas isquêmicas e não isquêmicas. RESULTADOS: A respiração mitocondrial mostrou-se alterada após 30 e 60 minutos de isquemia seguidos por 10 minutos de reperfusão mas apresentou-se inalterada após 19 horas de reperfusão. CONCLUSÃO: O comprometimento da função mitocondrial ocorreu após 30 minutos de isquemia, porém, até uma hora de isquemia e reperfusão prolongada não foram observadas alterações pós-isquemia/reperfusão.

Sinésio Grace Duarte; Antônio Dorival Campos; Benedicto Oscar Colli

2003-01-01

9

Functional evaluation of temporary focal cerebral ischemia: experimental model/ Avaliação funcional da isquemia cerebral focal temporária em modelo experimental  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese OBJETIVO: Apesar da isquemia cerebral focal ser um estado patológico freqüente, a tolerância do tecido nervoso à ausência de oxigênio e à reperfusão é controversa. Este estudo visou avaliar os efeitos da isquemia/reperfusão cerebrais focais através da respiração mitocondrial. MÉTODO: Sessenta e quatro ratos adultos foram submetidos a isquemia cerebral focal por oclusão da artéria cerebral media durante 15, 30 e 60 minutos, seguida de reperfusão por 10 min (more) utos e 19 horas. Os efeitos da isquemia/reperfusão foram analisados medindo-se o consumo de O2 pelas mitocôndrias nas áreas isquêmicas e não isquêmicas. RESULTADOS: A respiração mitocondrial mostrou-se alterada após 30 e 60 minutos de isquemia seguidos por 10 minutos de reperfusão mas apresentou-se inalterada após 19 horas de reperfusão. CONCLUSÃO: O comprometimento da função mitocondrial ocorreu após 30 minutos de isquemia, porém, até uma hora de isquemia e reperfusão prolongada não foram observadas alterações pós-isquemia/reperfusão. Abstract in english OBJECTIVE: Despite cerebral ischemia being a frequent clinical pathologic state, the tolerance of neural tissue to oxygen absence and to reperfusion is controversial. This study aims to evaluate the effects of focal cerebral ischemia/reperfusion, by analyzing the mitochondrial respiration. METHOD: Sixty-four adult rats underwent focal cerebral ischemia by middle cerebral artery occlusion, during 15, 30 and 60 minutes, followed by 10 minutes or 19 hours of reperfusion. The (more) effects of ischemia were analyzed measuring the O2 consumption by mitochondria in the ischemic and non-ischemic areas. RESULTS: There was compromise of the mitochondrial respiration after 30 and 60 minutes of ischemia, followed by 10 minutes of reperfusion but there was no alteration in this function after 19 hours of reperfusion. CONCLUSION: Compromise of the mitochondrial function occurred after 30 minutes of ischemia but, until one hour of ischemia, if the reperfusion was prolonged there was no evidence of ischemic/reperfusion injuries.

Duarte, Sinésio Grace; Campos, Antônio Dorival; Colli, Benedicto Oscar

2003-09-01

10

De la reperfusión al post-acondicionamiento del miocardio con isquemia prolongada. ¿Nuevo paradigma terapéutico de los síndromes coronarios agudos con elevación del segmento ST?: De lo básico a lo clínico/ Reperfusion and postcond in oning in acute st segment elevation myocardial infarction. A knew paradigm for the treatment of acute myocardial infarction: From bench to beside?  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in spanish En la génesis del daño inicial del miocardio que ha sufrido isquemia prolongada y posteriormente reperfusión, además del papel que puedan jugar los radicales libres derivados del oxígeno, se han involucrado: 1. el proceso de la re-energización. 2. la rápida normalización del pH tisular y 3. la regulación acelerada de la osmolalidad tisular. Causas que no son totalmente independientes y donde la ruptura mecánica del sarcolema parece ser el punto final del daño i (more) nmediato por la reperfusión. Al igual, la hipercontractura de las miofibrillas es muy probable que sea también una de las causas terminales mayores, misma que es producida por la re-energización de las células isquémicas, en las que se generan fuerzas contráctiles anormales, producto de la sobrecarga del calcio y de la fragilidad incrementada del citoesqueleto. Se sabe además, que la acidosis isquémica atenúa la activación de la hipercontractura. La rápida normalización del pH tisular, puede actuar como factor permisivo para la hipercontractura favorecida por la re-energización y a la vez contribuir a la mayor sobrecarga del calcio. En la condición de la reperfusión se produce edema, lo que se considera también una causa final del daño inmediato post- reperfusión. El mejor entendimiento de estos mecanismos que ocasionan el daño post-reperfusión nos ha permitido acercarnos hacia nuevas opciones terapéuticas, mismas que van encaminadas a interferir con tal deterioro. De manera reciente, se ha descrito en el terreno de la experimentación básica el fenómeno que se designa como "post-acondicionamiento". También, se ha consignado que el daño post-reperfusión se puede reducir de manera significativa al modificarse las condiciones hidromecánicas y la composición de lo reperfundido durante los primeros minutos del nuevo aporte sanguíneo al miocardio. Se conoce, que el post-acondicionamiento da la misma protección que el pre-acondicionamiento, pero a diferencia del último, el diseño del primero permite aplicarlo en la clínica en los enfermos con SICA C ESST. De manera naciente, se ha demostrado que el post-acondicionamiento existe en el hombre y que con su aplicación durante la realización de los PCI es factible proteger del deterioro por reperfusión a estas cohortes que sufren de isquemia aguda prolongada. Al limitar el daño del miocardio con una manipulación de naturaleza mecanicista, que luce simple en su implementación, la aplicación de ésta posiblemente resultará en beneficio clínico terapéutico. Más que nunca, en los terrenos de la isquemia prolongada y en el escenario del daño inmediato por reperfusión, es necesario ahondar en las investigaciones de estos estados patológicos, pues la aplicación del postacondicionamiento en el terreno de los SICA C ESST luce potencialmente relevante. Abstract in english After prolonged periods of ischemia and energy depletion, the ischemic myocardial cell can be jeopardized by specific causes within the reperfusion period. These causes can be viewed as unwanted aspects of the recovery process itself limiting its efficiency. Three potential initial causes of immediate reperfusion injury, aside from oxygen radicals, have been experimentally investigated in detail, and are briefly discussed: 1. re-energization; 2. rapid normalization of tis (more) sue pH; and 3. rapid normalization of tissue osmolality. These potential causes are not entirely independent. Understanding of the basic causes has opened novel perspectives for specific interference with these serious pathomechanisms. The experimental results obtained in the last years encourage the development of therapeutic approaches to reduce infarct size by specific measures applied during the early phase of reperfusion. In the clinical setting, reperfusion therapy for acute myocardial infarction (AMI) has shown to reduce mortality, yet it may also have deleterious effects, including myocardial necrosis and no-reflow. Almost two decades ago, great hope arose from the description of

Lupi Herrera, Eulo; Gaspar, Jorge; González Pacheco, Héctor; Martínez Sánchez, Carlos; Pastelín Hernández, Gustavo; Luna Ortiz, Pastor; Chávez Cosio, Edmundo

2006-12-01

11

Disfunção endotelial após isquemia global e reperfusão em cirurgia cardíaca com circulação extracorpórea: estudo do papel do magnésio em artérias coronarianas caninas  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available OBJETIVO: Estudar a disfunção endotelial conseqüente à lesão provocada por isquemia global seguida de reperfusão e a potencial influência protetora do magnésio sobre a integridade funcional do endotélio em coronárias isoladas de cães. MÉTODO: Segmentos de artérias coronárias caninas foram suspensos em banhos orgânicos para medida de força isométrica. A disfunção endotelial foi avaliada pela capacidade destes segmentos produzirem óxido nítrico, alterando a força isométrica inicial. Foram selecionados quatro grupos com seis cães em cada um: SEM CEC (controle), CEC (110 minutos de perfusão sem isquemia), ISQ (45 minutos de isquemia), ISQ/REP (45 minutos de isquemia seguidos de 60 minutos de reperfusão). A ação do magnésio foi avaliada em três fases: I (banho orgânico com magnésio), II (banho orgânico sem magnésio) e III (banho orgânico com magnésio restaurado). Foram utilizados três agonistas farmacológicos que representam os principais passos da via de produção do óxido nítrico: receptor de membrana da célula endotelial - acetilcolina (ACh); transdução do sinal entre o receptor e os processos intracelulares através da G-proteína - fluoreto de sódio (NaF); liberação dos estoques intracelulares de cálcio - cálcio ionóforo (A23187). Ao estudo da função endotelial associou-se a avaliação da atividade da musculatura lisa dependente de GMPc - nitroprussiato de sódio (NPS). RESULTADOS: Os principais achados desta investigação foram: 1) a presença de magnésio no perfusato pareceu atenuar a disfunção endotelial causada por isquemia global seguida de reperfusão; 2) a presença de magnésio no banho orgânico (fase I) associou-se a maior relaxamento em resposta aos agonistas da produção de óxido nítrico; 3) a remoção de magnésio do banho orgânico (fase II) esteve associada à redução na intensidade do relaxamento em resposta aos agonistas da produção de óxido nítrico; 4) a restauração de magnésio ao banho orgânico (fase III) permitiu recuperação do relaxamento observado na fase I, apenas em resposta à estimulação direta das G-proteínas. Para os demais agonistas a restauração esteve associada à redução adicional na intensidade do relaxamento; 5) a musculatura lisa recebeu influência da concentração de magnésio no banho orgânico. CONCLUSÃO: O magnésio influencia favoravelmente na produção de óxido nítrico pelo endotélio coronariano, atenuando a disfunção endotelial causada por isquemia global seguida de reperfusão.

VOLPE Marco A.; CARNEIRO João J.; MAGNA Luiz Alberto; VIARO Fernanda; ORIGUELA Eliana Aparecida Lopes; EVORA Paulo R. B.

2002-01-01

12

Influência do antibiótico nas lesões de isquemia e reperfusão intestinal: estudo experimental em ratos/ The influence of antibiotics on intestinal ischemia and reperfusion: experimental study in rats  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese Muito se tem questionado sobre os efeitos da isquemia intestinal seguida de reperfusão (I/R), chamando a atenção para o papel dos leucócitos na patobiologia da I/R. A fisiopatogenia das lesões está intimamente ligada à geração de radicais de oxigênio durante o período em que se processa a reperfusão. A ruptura da barreira intestinal permitindo a translocação bacteriana agravaria ainda mais estas lesões. Este estudo tem por objetivo avaliar as lesões intest (more) inais na vigência de isquemia e na reperfusão com e sem antibioticoterapia. Submeteram-se 42 ratos Wistar à anestesia e laparotomia mediana. Obteve-se isquemia intestinal por clampeamento das artérias mesentéricas cranial e caudal por 30 minutos. Após reperfundiu-se por igual tempo. Metade destes animais receberam 50 mg/kg de eritromicina por via oral nas 24 horas que antecederam o procedimento. Cada um destes grupos foi subdividido em outros 3, constituíndo os subgrupos de controle, isquemia e isquemia/reperfusão. Ao final, ressecaram-se segmentos do intestins delgado para processamento histológico. Avaliaram-se os resultados pela escala de CHIU e col. e submeteram-se os resultados à tratamento estatístico. Observou-se que a mucosa intestinal apresentava-se com padrão normal nos grupos de controle, tanto com antibioticoprofilaxia como sem. Os intestinos submetidos à isquemia com ou se antibioticoprofilaxia mostraram, lesões com descolamento e perda de vilosidades até infartamento transmucoso. Os intestinos reperfundidos apresentavam lesões semelhantes. Verificou-se que os intestinos reperfundidos que receberam antibioticoprofilaxia apresentavam lesões mais graves do que os que sofreram isquemia sem antibioticoprofilaxia (p=0,0303). Concluiu-se que o uso de antibióticos pré-isquemia não diminui a gravidade das lesões histopatológicas da mucosa intestinal, não protegendo das lesões após a reperfusão. Abstract in english The role of the white blood cells in the ischemia and reperfusion have been studied. Free radicals appear to be envolved in the phisiopathology of the ischemia and reperfusions lesions. The intestinal barrier disruption would allow bacterial translocation and increase in the severity of such lesions. The aim of the present study was to evaluate intestinal injury after ischemia and reperfusion with and without antibiotic coverage. Under ether anesthesia forty-two Wistar ma (more) le rats were submitted to an abdominal midline incision. The mesenteric arteries were clamped for 30 minutes. After this period of ischemia, reperfusion was induced for equal period of time. Twenty-one rats received eritromicin, 50mg/kg orally, 24 hours before the operation. The remain animals were operated without antibiotics coverage. Each of the two groups animals were divided into 3 others groups: control, ischemia and ischemia-reperfusion groups. After the reperfusion period, a intestinal segment was excised for histopathological studies. Results were evaluated according to the criteria of CHIU and col. and were submitted to statical analysis. In the control group any difference was found in the intestines of the animals with and without antibiotic coverage. The ischemia group, with or without antibiotic, showed lesions that ranged from vilos loss to mucosal infarction. The lesions were similar in the ischemia-reperfusion group. We verified that intestines submitted to reperfusion under antibiotic coverage showed more severe lesions than ischemic intestines without antibiotics coverage (p= 0,0303). We can conclude that the administrations of antibiotics before the induction of ischemia or ischemia-reperfusion does not improve the severity of histological lesions.

Biondo-Simões, Maria de Lourdes Pessole; Greca, Fernando Hintz; Ioshi, Sergio; El Tawil, Imad Izat; Menini, Carla Martinez; Rampazzo, Júlio Cesar

2000-01-01

13

Lesão intestinal após isquemia-reperfusão: estudo comparativo usando sal tetrazólico (MTT) e histologia Ischemia-reperfusion injury of intestine: comparative study using tetrazolium salt (MTT) and histology  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Vários métodos são utilizados para avaliar e estimar as lesões intestinais de isquemia e reperfusão (IR). Assim, o objetivo do presente trabalho é realizar o estudo comparativo dos aspectos colorimétrico e histológico da lesão intestinal após IR. Para tal, foram utilizados 30 ratos Wistar, machos, pesando entre 310 a 410g, distribuídos em 3 grupos: Grupo Controle (GC), Grupo Isquemia e Reperfusão-1 (GIR-1) e Grupo Isquemia e Reperfusão-3 (GIR-3), com 10 animais cada. Nos grupos GIR-1 e GIR-3 foi realizada isquemia intestinal, por meio de falsa ligadura da artéria mesentérica anterior, durante 30 minutos e após esta a perfusão sangüínea foi restaurada. Estes animais foram submetidos a eutanásia após 1 e 3 dias de reperfusão, respectivamente, sendo colhido material para realização dos estudos colorimétrico, usando o Methyl Thiazolyl Blue (MTT) e histológico pela hematoxilina e eosina. Os resultados obtidos demonstraram uma menor proporção de células viáveis e um maior grau de lesão da túnica mucosa nos animais do grupo GIR-3 em relação ao controle (pMany methods are used to evaluate ischemia reperfusion injury, but the most employed one is the histological study. However, it only demonstrates on mucosal tunic, the index of lesion and morphologic preserved cells, but not the index of viable functional cells, present in the sample. With this purpose, a colorimetric method was used, employing Methyl Thiazolyl Blue (MTT). The experiment was conducted in 30 Wistar male rats, distributed in 3 groups: Group Control (GC), Group ischemia and reperfusion-1 (GIR-1) and Group ischemia and reperfusion-3 (GIR-3), with 10 animals each. The Groups GIR-1 and GIR-3 were submitted to intestinal ischemia for 30 minutes by a false ligature of superior mesenteric artery, and submitted to euthanasia after 1 and 3 days of reperfusion, when material was picked for absorbency and histological procedures. It was observed a smaller proportion of viable cells and a larger degree of mucosal lesion in GIR-3 group (p<0.05), while GC group was the one with the larger proportion of viable cells and smaller degree of the mucosal injury (p<0.05). This way we concluded that MTT is as effective and reliable as the histological study at evaluating alterations produced by intestinal ischemia-reperfusion.

Marcus Vinicius Henriques Brito; Marialva de Araújo; Glayce June Sasaki Acácio; Glayce Josy Sasaki Acácio; José Maciel Caldas dos Reis

2001-01-01

14

Lesão intestinal após isquemia-reperfusão: estudo comparativo usando sal tetrazólico (MTT) e histologia/ Ischemia-reperfusion injury of intestine: comparative study using tetrazolium salt (MTT) and histology  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese Vários métodos são utilizados para avaliar e estimar as lesões intestinais de isquemia e reperfusão (IR). Assim, o objetivo do presente trabalho é realizar o estudo comparativo dos aspectos colorimétrico e histológico da lesão intestinal após IR. Para tal, foram utilizados 30 ratos Wistar, machos, pesando entre 310 a 410g, distribuídos em 3 grupos: Grupo Controle (GC), Grupo Isquemia e Reperfusão-1 (GIR-1) e Grupo Isquemia e Reperfusão-3 (GIR-3), com 10 anima (more) is cada. Nos grupos GIR-1 e GIR-3 foi realizada isquemia intestinal, por meio de falsa ligadura da artéria mesentérica anterior, durante 30 minutos e após esta a perfusão sangüínea foi restaurada. Estes animais foram submetidos a eutanásia após 1 e 3 dias de reperfusão, respectivamente, sendo colhido material para realização dos estudos colorimétrico, usando o Methyl Thiazolyl Blue (MTT) e histológico pela hematoxilina e eosina. Os resultados obtidos demonstraram uma menor proporção de células viáveis e um maior grau de lesão da túnica mucosa nos animais do grupo GIR-3 em relação ao controle (p Abstract in english Many methods are used to evaluate ischemia reperfusion injury, but the most employed one is the histological study. However, it only demonstrates on mucosal tunic, the index of lesion and morphologic preserved cells, but not the index of viable functional cells, present in the sample. With this purpose, a colorimetric method was used, employing Methyl Thiazolyl Blue (MTT). The experiment was conducted in 30 Wistar male rats, distributed in 3 groups: Group Control (GC), Gr (more) oup ischemia and reperfusion-1 (GIR-1) and Group ischemia and reperfusion-3 (GIR-3), with 10 animals each. The Groups GIR-1 and GIR-3 were submitted to intestinal ischemia for 30 minutes by a false ligature of superior mesenteric artery, and submitted to euthanasia after 1 and 3 days of reperfusion, when material was picked for absorbency and histological procedures. It was observed a smaller proportion of viable cells and a larger degree of mucosal lesion in GIR-3 group (p

Brito, Marcus Vinicius Henriques; Araújo, Marialva de; Acácio, Glayce June Sasaki; Acácio, Glayce Josy Sasaki; Reis, José Maciel Caldas dos

2001-03-01

15

Disfunção endotelial após isquemia global e reperfusão em cirurgia cardíaca com circulação extracorpórea: estudo do papel do magnésio em artérias coronarianas caninas  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese OBJETIVO: Estudar a disfunção endotelial conseqüente à lesão provocada por isquemia global seguida de reperfusão e a potencial influência protetora do magnésio sobre a integridade funcional do endotélio em coronárias isoladas de cães. MÉTODO: Segmentos de artérias coronárias caninas foram suspensos em banhos orgânicos para medida de força isométrica. A disfunção endotelial foi avaliada pela capacidade destes segmentos produzirem óxido nítrico, alteran (more) do a força isométrica inicial. Foram selecionados quatro grupos com seis cães em cada um: SEM CEC (controle), CEC (110 minutos de perfusão sem isquemia), ISQ (45 minutos de isquemia), ISQ/REP (45 minutos de isquemia seguidos de 60 minutos de reperfusão). A ação do magnésio foi avaliada em três fases: I (banho orgânico com magnésio), II (banho orgânico sem magnésio) e III (banho orgânico com magnésio restaurado). Foram utilizados três agonistas farmacológicos que representam os principais passos da via de produção do óxido nítrico: receptor de membrana da célula endotelial - acetilcolina (ACh); transdução do sinal entre o receptor e os processos intracelulares através da G-proteína - fluoreto de sódio (NaF); liberação dos estoques intracelulares de cálcio - cálcio ionóforo (A23187). Ao estudo da função endotelial associou-se a avaliação da atividade da musculatura lisa dependente de GMPc - nitroprussiato de sódio (NPS). RESULTADOS: Os principais achados desta investigação foram: 1) a presença de magnésio no perfusato pareceu atenuar a disfunção endotelial causada por isquemia global seguida de reperfusão; 2) a presença de magnésio no banho orgânico (fase I) associou-se a maior relaxamento em resposta aos agonistas da produção de óxido nítrico; 3) a remoção de magnésio do banho orgânico (fase II) esteve associada à redução na intensidade do relaxamento em resposta aos agonistas da produção de óxido nítrico; 4) a restauração de magnésio ao banho orgânico (fase III) permitiu recuperação do relaxamento observado na fase I, apenas em resposta à estimulação direta das G-proteínas. Para os demais agonistas a restauração esteve associada à redução adicional na intensidade do relaxamento; 5) a musculatura lisa recebeu influência da concentração de magnésio no banho orgânico. CONCLUSÃO: O magnésio influencia favoravelmente na produção de óxido nítrico pelo endotélio coronariano, atenuando a disfunção endotelial causada por isquemia global seguida de reperfusão. Abstract in english INTRODUCTION: Hypomagnesemia and ischemia followed by reperfusion often occur in cardiac surgery. Both of them are associated with endothelial dysfunction which interfers negatively with patient evolution. Phisiopatology of these disturbances is similar and involves G-proteins dysfunction. OBJECTIVE: The present study focuses on the endothelial dysfunction consequent to the lesion resulting from global ischemia followed by reperfusion and the potential protective influenc (more) e of magnesium on the endothelium functional integrity in isolated coronaries of dogs. METHOD: Segments of canine coronary arteries were suspended in organ chambers to measure isometric force. Endothelial dysfunction was evaluated by the ability of these segments to produce nitric oxide changing the initial isometric force. Four groups with six dogs in each one were selected: SEM CEC (control), CEC (110 minutes of perfusion without ischemia), ISQ (45 minutes of ischemia), ISQ/REP (45 minutes of ischemia followed by 60 minutes of reperfusion). The magnesium action was evaluated in three different phases: I (organ chambers with magnesium), II (organ chambers without magnesium) and III (organ chambers with restored magnesium). Three pharmacological agonists were used which represented the main steps involved in the nitric oxide production: the membrane receptor of the endothelial cell - acetylcholine (ACh); transduction of the signal between the receptor and the intracellular

VOLPE, Marco A.; CARNEIRO, João J.; MAGNA, Luiz Alberto; VIARO, Fernanda; ORIGUELA, Eliana Aparecida Lopes; EVORA, Paulo R. B.

2002-09-01

16

Disfunção endotelial após isquemia global e reperfusão em cirurgia cardíaca com circulação extracorpórea: estudo do papel do magnésio em artérias coronarianas caninas  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available OBJETIVO: Estudar a disfunção endotelial conseqüente à lesão provocada por isquemia global seguida de reperfusão e a potencial influência protetora do magnésio sobre a integridade funcional do endotélio em coronárias isoladas de cães. MÉTODO: Segmentos de artérias coronárias caninas foram suspensos em banhos orgânicos para medida de força isométrica. A disfunção endotelial foi avaliada pela capacidade destes segmentos produzirem óxido nítrico, alterando a força isométrica inicial. Foram selecionados quatro grupos com seis cães em cada um: SEM CEC (controle), CEC (110 minutos de perfusão sem isquemia), ISQ (45 minutos de isquemia), ISQ/REP (45 minutos de isquemia seguidos de 60 minutos de reperfusão). A ação do magnésio foi avaliada em três fases: I (banho orgânico com magnésio), II (banho orgânico sem magnésio) e III (banho orgânico com magnésio restaurado). Foram utilizados três agonistas farmacológicos que representam os principais passos da via de produção do óxido nítrico: receptor de membrana da célula endotelial - acetilcolina (ACh); transdução do sinal entre o receptor e os processos intracelulares através da G-proteína - fluoreto de sódio (NaF); liberação dos estoques intracelulares de cálcio - cálcio ionóforo (A23187). Ao estudo da função endotelial associou-se a avaliação da atividade da musculatura lisa dependente de GMPc - nitroprussiato de sódio (NPS). RESULTADOS: Os principais achados desta investigação foram: 1) a presença de magnésio no perfusato pareceu atenuar a disfunção endotelial causada por isquemia global seguida de reperfusão; 2) a presença de magnésio no banho orgânico (fase I) associou-se a maior relaxamento em resposta aos agonistas da produção de óxido nítrico; 3) a remoção de magnésio do banho orgânico (fase II) esteve associada à redução na intensidade do relaxamento em resposta aos agonistas da produção de óxido nítrico; 4) a restauração de magnésio ao banho orgânico (fase III) permitiu recuperação do relaxamento observado na fase I, apenas em resposta à estimulação direta das G-proteínas. Para os demais agonistas a restauração esteve associada à redução adicional na intensidade do relaxamento; 5) a musculatura lisa recebeu influência da concentração de magnésio no banho orgânico. CONCLUSÃO: O magnésio influencia favoravelmente na produção de óxido nítrico pelo endotélio coronariano, atenuando a disfunção endotelial causada por isquemia global seguida de reperfusão.INTRODUCTION: Hypomagnesemia and ischemia followed by reperfusion often occur in cardiac surgery. Both of them are associated with endothelial dysfunction which interfers negatively with patient evolution. Phisiopatology of these disturbances is similar and involves G-proteins dysfunction. OBJECTIVE: The present study focuses on the endothelial dysfunction consequent to the lesion resulting from global ischemia followed by reperfusion and the potential protective influence of magnesium on the endothelium functional integrity in isolated coronaries of dogs. METHOD: Segments of canine coronary arteries were suspended in organ chambers to measure isometric force. Endothelial dysfunction was evaluated by the ability of these segments to produce nitric oxide changing the initial isometric force. Four groups with six dogs in each one were selected: SEM CEC (control), CEC (110 minutes of perfusion without ischemia), ISQ (45 minutes of ischemia), ISQ/REP (45 minutes of ischemia followed by 60 minutes of reperfusion). The magnesium action was evaluated in three different phases: I (organ chambers with magnesium), II (organ chambers without magnesium) and III (organ chambers with restored magnesium). Three pharmacological agonists were used which represented the main steps involved in the nitric oxide production: the membrane receptor of the endothelial cell - acetylcholine (ACh); transduction of the signal between the receptor and the intracellular processes through the G-protein - sodium fluoride (NaF); lib

Marco A. VOLPE; João J. CARNEIRO; Luiz Alberto MAGNA; Fernanda VIARO; Eliana Aparecida Lopes ORIGUELA; Paulo R. B. EVORA

2002-01-01

17

Um novo modelo para estudos sobre lesão de isquemia e reperfusão hepáticas em cães A new canine model for studies on hepatic ischaemia and reperfusion injury  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available A lesão de isquemia e reperfusão hepáticas que ocorre no transplante de fígado não está completamente elucidada. Vários modelos experimentais com objetivo de estudos fisiopatológico e de modulação farmacológica desta condição têm sido propostos. Um desses modelos, proposto para cães, compreende a isquemia de 30% da massa hepática com descompressão portal translobar através dos restantes 70% de parênquima hepático. No presente trabalho, 10 cães foram submetidos à desvascularização de uma maior massa hepática (70%), seguida de reperfusão, com descompressão venosa esplâncnica através dos lobos caudado e lateral direito (30%) (Grupo Teste), durante o período de isquemia. Dez outros cães foram submetidos à operação simulada (Grupo Controle). Os resultados indicaram com um grau de confiança de 95% que: 1. Durante o período de isquemia verificou-se estabilização da PAM e da PVC, elevação da pressão portal (PP) semelhante à desenvolvida com o uso de "bypass", diminuição significativa da temperatura corporal(TC) sem atingir níveis médios aquém de 36oC, ausência de acidose metabólica ou aumento dos níveis de enzimas (AST, ALT e DL), presença de necrose hepática (NH) e queda do conteúdo de glicogênio hepático (CGH); 2. Após a reperfusão do fígado constatou-se queda da PAM, ausência de diferenças significativas de PVC , permanência de níveis elevados de PP, decréscimo da TC, presença de acidose metabólica (¯ pH, ¯ DB), aumento significativo e progressivo de aminotransferases (AST, ALT), desidrogenase láctica (DL) e necrose hepática (NH), bem como declínio progressivo do conteúdo de glicogênio hepático (CGH). Os resultados sugerem que o modelo proposto pode ser útil para estudos de fisiopatologia e de modulação farmacológica da lesão de isquemia e reperfusão do fígado, utilizando uma maior massa hepática.Hepatic ischaemia and reperfusion injury, as seen during hepatic transplantation, has not been completely understood. Several experimental models have been proposed for studies on pathophysiology and modulation of such condition. Recently, in dogs, partial hepatic devascularization (30%) with splancnic venous decompression using translobar venous route of intact lobes (70%) has been proposed. Inthe present paper , a larger hepatic mass (70%) has been devascularized in 10 dogs submitted to splancnic venous decompression through caudate and right lateral lobes (30%), during the ischaemic period( Test Group), followed by reperfusion. Ten others animals were submitted to a sham operation( Control Group). The results indicated, with a confidence level of 95% that: 1. During the period of ischaemia it was demonstrated maintenance of MAP and CVP levels, elevation of PP values similar to that seen with bypass, core temperature (CT) decrease that never reached limits under the mean value of 36oC, absence of metabolic acidosis or elevation of enzyme levels (AST, ALT and DL), occurrence of hepatic necrosis (HN) and fall in hepatic glycogen content (HGC); 2. After reperfusion, reduced values of MAP, absence of significant differences in CVP levels, persistent elevations of PP, progressive decreases in CT levels, presence of metabolic acidosis (¯ pH, ¯ DB), progressive elevations of aminotranspherases (AST, ALT) , lactic dehidrogenase (LD) and hepatic necrosis (HN), and progressive decline of hepatic glycogen content (HGC) were verified. These results suggest that the proposed model may be useful for studies on pathophysiology and pharmacologic modulation of liver ischaemia and reperfusion injury , using a larger hepatic mass.

Renato Dornelas Câmara Neto; Antônio Roberto de Barros Coelho; Ayrton Ponce de Souza; Edmundo Machado Ferraz; Edmilson Cordeiro Santos Filho; José Bezerra Câmara Neto

2000-01-01

18

Traumatic brain ischemia during neuro intensive care: myth rather than fact Isquemia cerebral tráumatica durante neuro terapia intensiva: mito ao invés de fato  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available In non-missile severe acute brain trauma, brain ischemia was a frequent finding in cadavers. Studies during neuro intensive care, however, have failed to disclose brain ischemia under most circumstances, except when cerebral hemodynamic and metabolic parameters have been misinterpreted, or when cerebral blood flow (CBF) alone has been addressed in a biased fashion, without mandatory metabolic data. Indeed, comprehensive and unbiased studies focusing on global cerebral metabolic activity have invariably revealed a condition of normal coupling between reduced CBF and oxygen consumption in the early postinjury hours, which is then followed by a prolonged, sustained pattern of relative cerebral hyperperfusion (the opposite of ischemia). Accordingly, traumatic brain ischemia during intensive care represents myth rather than fact.Em traumatismo cerebral agudo grave excluindo-se ferimentos por arma de fogo, isquemia cerebral foi achado frequente em cadáveres. Entretanto, estudos durante neuro terapia intensiva não têm revelado isquemia cerebral, exceto quando parâmetros hemodinâmicos e metabólicos cerebrais tem sido mal interpretados, ou quando fluxo sanguíneo cerebral (FSC) sozinho tem sido enfocado de forma tendenciosa, sem dados metabólicos mandatórios. De fato, estudos abrangentes e não tendenciosos enfocando a atividade metabólica cerebral têm invariavelmente revelado uma condição de ajustamento normal entre FSC e consumo cerebral de oxigênio reduzidos nas primeiras horas após o traumatismo, um padrão seguido de prolongada hiperperfusão relativa (o oposto da isquemia). Assim sendo, isquemia cerebral traumática durante terapia intensiva representa um mito ao invés de um fato.

Julio Cruz

2001-01-01

19

Protective effects of ascorbic acid pretreatment in a rat model of intestinal ischemia-reperfusion injury: a histomorphometric study Efeito protetor do pré-tratamento com ácido ascóbico em modelo experimental de isquemia-reperfusão intestinal: um estudo histomorfométrico  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available BACKGROUND: Ascorbic acid has shown promise in attenuation of intestinal ischemia-reperfusion (I/R) injury. The aim of this study was to determine the protective effects of ascorbic acid on intestinal morphology during IR injury in rats. MATERIALS AND METHODS: We examined morphological changes in the small intestine of Wistar rats after (i) 40 minutes of ischemia (I), (ii) ischemia followed by 30 min of reperfusion (IR), (iii) ischemia with ascorbic acid (IA), (iv) ischemia followed by reperfusion and ascorbic acid (IRA) and (v) in a sham group (S). We used morphometry to evaluate the amount of villous architecture, crypts, necrosis, hemorrhagic infarcts and inflammatory cells at the mesenteric and antimesenteric borders of the small intestine. RESULTS: Ascorbic acid caused a significant reduction of antimesenteric villous hemorrhagic infarction (pINTRODUÇÃO: O ácido ascórbico tem se mostrado como um agente promissor na atenuação da lesão causada pela isquemia/reperfusão (IR). O objetivo deste estudo foi determinar os efeitos protetores do ácido ascórbico na morfologia intestinal durante a IR em ratos. MATERIAL E MÉTODOS: Examinamos alterações morfológicas no intestino delgado de ratos do tipo Wistar. Após 40 minutos de isquemia (I), isquemia seguida de reperfusão (IR), isquemia com tratamento com ácido ascórbico (IA), isquemia seguida por 30 minutos de reperfusão e tratamento com ácido ascórbico (IRA) e do grupo sham (S). Utilizamos a morfometria para avaliar quantitativamente a arquitetura dos vilos da mucosa intestinal, criptas intestinais, necrose, hemorragia, células inflamatórias nas bordas mesentéricas e antimesentéricas do intestino delgado. RESULTADOS: O ácido ascórbico causou uma redução significativa (p<0,05) no infarto hemorrágico dos vilos intestinais da borda antimesentérica do intestino delgado após isquemia seguida por reperfusão, bem como redução da necrose dos vilos em ambas as bordas após a isquemia (p<0.05). As lesões presentes no intestino delgado foram mais proeminentes na borda antimesentérica. CONCLUSÕES: O pré-tratamento com ácido ascórbico atenuou ou reduziu significativamente as alterações morfológicas no intestino delgado induzidas pela isquemia-reperfusão.

Oscar Haruo Higa; Edwin Roger Parra; Alexandre Muxfeldt Ab'Saber; Cecilia Farhat; Rita Higa; Vera Luiza Capelozzi

2007-01-01

20

Study of warm ischemia followed by reperfusion on a lower limb model in rats: effect of allopurinol and streptokinase Estudo da isquemia quente e reperfusão em membro inferior de ratos: efeito do allopurinol e estreptokinase  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Prolonged tissue ischemia leads to changes in microcirculation and production of oxygen free radicals. The event eventually responsible for tissue death is the no-reflow phenomenon and its management is a challenge for the surgeon dealing with replantation or transplantation. We introduce a model of warm ischemia and reperfusion of the lower limb of rats with which we studied the effect of allopurinol and streptokinase. METHOD: Section of the lower limb with preservation of vessels and nerves was performed in 110 rats. Femoral vessels clamped for periods of 0, 2, 4, 6, and 8 hours of ischemia were allowed to reperfuse (groups M0, M2, M4, M6, and M8 respectively). Other groups, E1, E2, and E3, received streptokinase, allopurinol, or a combination of the two drugs after 6 hours of ischemia. RESULTS: Viability rates of the ischemic limbs after 7 days were 100% (M0), 80% (M2), 63.6% (M4), 50% (M6), and 20% (M8). In the experimental groups, E1, E2, and E3, viability rates were 67% (E1), 70% (E2), and 70% (E3). Groups M0, M2, M4, M6, and M8 differed among themselves except for groups M4 and M6. Group E1 had a higher rate of limb viability than M6 (control group) but not than M4. Groups E1, E2 and E3 had higher rates of limb viability than M6 but not than M2 or M4. DISCUSSION: The results suggest that increased viability of limbs after 6 hours of ischemia occurs when allopurinol or streptokinase is used. The combination of the two drugs does not appear to produce any additional effect.A isquemia prolongada dos tecidos leva a alterações na microcirculação e liberação de radicais livres do oxigênio, evento que pode resultar na morte do tecido, conhecido como fenômeno de não reperfusão. Um modelo em ratos de isquemia quente e reperfusão do membro posterior é proposto, e os efeitos dos fármacos alopurinol e estreptoquinase foram estudados. MÉTODO: Secção do membro posterior com preservação dos vasos e nervos foi realizada em 110 ratos. O pinçamento vascular e posterior reperfusão após isquemia quente de 0, 2, 4, 6 e 8 horas formou os grupos M0, M2, M4, M6 e M8 respectivamente. Outros grupos E1, E2 e E3 receberam, respectivamente, alopurinol, estreptoquinase e a combinação de ambas as drogas, após seis horas de isquemia. RESULTADOS: As taxas de viabilidade dos membros isquêmicos, observadas após sete dias foram: M0 - 100%, M2 - 80% ,M4 - 64%,M6 - 50% e M8 - 20%. As taxas de viabilidade dos grupos experimentais foram 67%(E1), 70%(E2) e 70%(E3). Os grupos M0, M2, M4, M6 e M8 foram diferentes entre si exceto os grupos M4 e M6. E1, E2 e E3 resultaram em viabilidade de membros maiores que M6(controle), mas não em relação ao M2 e M4. DISCUSSÃO: Os resultados sugerem um aumento da viabilidade de membros após 6 horas de isquemia quando utilizado os fármacos alopurinol ou estreptoquinase. A associação de estreptoquinase e alopurinol não mostrou efeito adicional.

Marcelo Sacramento Cunha; Jose Carlos Faes da Silva; Hugo Alberto Nakamoto; Marcus Castro Ferreira

2005-01-01

 
 
 
 
21

Incidência de isquemia miocárdica no pós-operatório de pacientes submetidos à cirurgia para correção de aneurisma de aorta abdominal: estudo retrospectivo/ Postoperative myocardial ischemia in patients undergoing abdominal aortic aneurysm repair: a retrospective study/ Incidencia de isquemia miocárdica en el pós-operatorio de pacientes sometidos a cirugía para corrección de aneurisma de aorta abdominal: estudio retrospectivo  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Muitos pacientes submetidos à cirurgia para correção de aneurisma de aorta abdominal apresentam doença coronariana, podendo evoluir com complicações cardíacas perioperatórias. A grande dificuldade é avaliar, no pré-operatório, o risco de complicações cardíacas isquêmicas que ocorrem no período pós-operatório de modo confiável. O objetivo deste estudo foi verificar a incidência de isquemia cardíaca pós-operatória em pacient (more) es submetidos à correção de aneurisma da aorta abdominal, sua correlação com o índice de risco cardíaco de Goldman modificado, com alterações no teste do tálio-dipiridamol e os fatores de risco nessa população. MÉTODO: Foram analisados retrospectivamente 65 pacientes submetidos à correção de aneurisma da aorta abdominal e a incidência dos fatores de risco como tabagismo, insuficiência coronariana, hipertensão arterial sistêmica e Diabetes mellitus. Foi analisada a correlação entre a insuficiência coronariana no pré-operatório, o índice de Goldman modificado e as complicações isquêmicas pós-operatórias. Foi avaliada a correlação do teste tálio-dipiridamol pré-operatório e eventos isquêmicos no pós-operatório. RESULTADOS: Cerca de 80% dos pacientes apresentavam antecedente de tabagismo, 55% de hipertensão arterial, 8% de Diabetes mellitus, 25% de insuficiência coronariana. Entre os pacientes com insuficiência coronariana, cinco possuíam angina pré-operatória e apresentaram uma incidência de 40% de isquemia miocárdica no pós-operatório, sendo a incidência de infarto agudo do miocárdio de 6,2%. No nosso estudo, 14% dos pacientes Goldman modificado II e 33% dos pacientes Goldman modificado III apresentaram isquemia miocárdica pós-operatória. Dezesseis pacientes (24%) foram submetidos ao tálio dipiridamol no pré-operatório, sendo que 10 (62%) apresentaram defeitos de captação cintilográfica. O valor preditivo positivo do exame foi de 20% para isquemia miocárdica pós-operatória, com valor preditivo negativo de 83% e sensibilidade de 66%. CONCLUSÕES: A incidência de complicações cardíacas de acordo com o índice de Goldman modificado não foi compatível com o risco teórico desse índice. Os pacientes com angina no período pré-operatório apresentaram alta porcentagem (40%) de isquemia no pós-operatório, sendo que o valor do tálio-dipiridamol como teste preditivo de complicações isquêmicas foi baixo. Abstract in spanish JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: Muchos pacientes sometidos a cirugía para corrección de aneurisma de aorta abdominal presentan enfermedad coronariana, pudiendo evolucionar con complicaciones cardíacas perioperatorias. La gran dificultad es evaluar, en el pré-operatorio, el riesgo de complicaciones cardíacas isquémicas que ocurren en el período pós- operatorio de modo confiable. El objetivo de este estudio fue verificar la incidencia de isquemia cardíaca pós-operatori (more) a en pacientes sometidos a corrección de aneurisma de la aorta abdominal, su correlación con el índice de riesgo cardíaco de Goldman modificado, con alteraciones en el test del tálio-dipiridamol y los factores de riesgo en esa población. MÉTODO: Fueron analizados retrospectivamente 65 pacientes sometidos a corrección de aneurisma de la aorta abdominal y la incidencia de los factores de riesgo como tabagismo, insuficiencia coronariana, hipertensión arterial sistémica y Diabetes mellitus. Fue analizada la correlación entre la insuficiencia coronariana en el pré-operatorio, el índice de Goldman modificado y las complicaciones isquémicas pós-operatorias. Fue evaluada la correlación del test tálio-dipiridamol pré-operatorio y eventos isquémicos en el pós-operatorio. RESULTADOS: Cerca de 80% de los pacientes presentaban antecedente de tabagismo, 55% de hipertensión arterial, 8 % de Diabetes mellitus, 25% de insuficiencia coronariana. Entre los pacientes con insuficiencia coronariana, cinco tenian angina pré-operatoria y presentaro

Cicarelli, Domingos Dias; Marumo, Cristina Keiko; Esteves, Ricardo Gonçalves

2001-01-01

22

Avaliação do pós-condicionamento isquêmico no tratamento da isquemia mesentérica: estudo experimental em ratos/ Evaluation of ischemic postconditioning effect on mesenteric ischemia treatment: experimental study in rats  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese OBJETIVO: Avaliar o efeito do pré e pós-condicionamento isquêmico sobre a lesão tecidual na mucosa intestinal de ratos submetidos ao processo de isquemia e reperfusão mesentérica. MÉTODOS: Foram estudados 30 ratos Wistar, distribuídos em três grupos: grupo A, em que se realizou isquemia (30 minutos) e reperfusão (60 minutos) mesentérica; grupo B, isquemia e reperfusão mesentérica precedidos pelo pré-condicionamento isquêmico por três ciclos de isquemia e r (more) eperfusão com duração de dois minutos cada; grupo C, isquemia e reperfusão mesentérica e, precedendo o início da reperfusão, foi realizado o pós-condicionamento isquêmico por três ciclos de reperfusão e isquemia com duração de dois minutos cada. Ao final, ressecou-se um segmento do intestino delgado para análise histológica. Avaliaram-se os resultados pela classificação de Chiu et al. e procedeu-se ao tratamento estatístico. RESULTADOS: As médias dos graus de lesão tecidual segundo a classificação de Chiu et al. foram: no grupo A, 3,5; grupo B, 1,2; grupo C, 1. A diferença entre o resultado do grupo A com os resultados dos grupos B e C foi considerada estatisticamente significativa (P Abstract in english OBJECTIVE: To assess the preconditioning and postconditioning effect on intestinal mucosal lesions in rats undergone mesenteric ischemia and reperfusion procedure. METHODS: Thirty Wistar rats were studied and divided into three groups: Group A, 10 rats undergone mesenteric ischemia (30 minutes) and reperfusion (60 minutes); Group B, 10 rats undergone mesenteric ischemia and reperfusion preceded by ischemic preconditioning for three cycles of ischemia and reperfusion for t (more) wo minutes each; Group C, 10 rats undergone mesenteric ischemia and reperfusion and, preceding the beginning of reperfusion, ischemic postconditioning was performed for three cycles of reperfusion and ischemia for two minutes each. Then, a segment of small intestine was resected for histological analysis. We assessed the results by Chiu et al. score and the statistical analysis was performed. RESULTS: According to Chiu et al. score, the means of lesion degree were: In the group A, 3.5; Group B, 1.2; Group C, 1. The difference between group A with the groups B and C was considered statistically significant (P

Santos, Carlos Henrique Marques dos; Pontes, José Carlos Dorsa Vieira; Gomes, Otoni Moreira; Miiji, Luciana Nakao Odashiro; Bispo, Marco Aurélio Feltrin

2009-06-01

23

Avaliação do pós-condicionamento isquêmico no tratamento da isquemia mesentérica: estudo experimental em ratos Evaluation of ischemic postconditioning effect on mesenteric ischemia treatment: experimental study in rats  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o efeito do pré e pós-condicionamento isquêmico sobre a lesão tecidual na mucosa intestinal de ratos submetidos ao processo de isquemia e reperfusão mesentérica. MÉTODOS: Foram estudados 30 ratos Wistar, distribuídos em três grupos: grupo A, em que se realizou isquemia (30 minutos) e reperfusão (60 minutos) mesentérica; grupo B, isquemia e reperfusão mesentérica precedidos pelo pré-condicionamento isquêmico por três ciclos de isquemia e reperfusão com duração de dois minutos cada; grupo C, isquemia e reperfusão mesentérica e, precedendo o início da reperfusão, foi realizado o pós-condicionamento isquêmico por três ciclos de reperfusão e isquemia com duração de dois minutos cada. Ao final, ressecou-se um segmento do intestino delgado para análise histológica. Avaliaram-se os resultados pela classificação de Chiu et al. e procedeu-se ao tratamento estatístico. RESULTADOS: As médias dos graus de lesão tecidual segundo a classificação de Chiu et al. foram: no grupo A, 3,5; grupo B, 1,2; grupo C, 1. A diferença entre o resultado do grupo A com os resultados dos grupos B e C foi considerada estatisticamente significativa (P OBJECTIVE: To assess the preconditioning and postconditioning effect on intestinal mucosal lesions in rats undergone mesenteric ischemia and reperfusion procedure. METHODS: Thirty Wistar rats were studied and divided into three groups: Group A, 10 rats undergone mesenteric ischemia (30 minutes) and reperfusion (60 minutes); Group B, 10 rats undergone mesenteric ischemia and reperfusion preceded by ischemic preconditioning for three cycles of ischemia and reperfusion for two minutes each; Group C, 10 rats undergone mesenteric ischemia and reperfusion and, preceding the beginning of reperfusion, ischemic postconditioning was performed for three cycles of reperfusion and ischemia for two minutes each. Then, a segment of small intestine was resected for histological analysis. We assessed the results by Chiu et al. score and the statistical analysis was performed. RESULTS: According to Chiu et al. score, the means of lesion degree were: In the group A, 3.5; Group B, 1.2; Group C, 1. The difference between group A with the groups B and C was considered statistically significant (P < 0.05). CONCLUSION: Ischemic pre- and postconditioning were capable of minimizing - in a similar intensity - the tissue injury on the intestinal mucosa of rats undergone mesenteric ischemia and reperfusion process.

Carlos Henrique Marques dos Santos; José Carlos Dorsa Vieira Pontes; Otoni Moreira Gomes; Luciana Nakao Odashiro Miiji; Marco Aurélio Feltrin Bispo

2009-01-01

24

Uso do propofol (2,6 diisopropilfenol) como inibidor da lesão tecidual na isquemia e reperfusão mesentérica: estudo experimental em ratos  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available OBJETIVO: Avaliar os efeitos do propofol como inibidor da lesão tecidual na isquemia e reperfusão mesentérica em ratos. MÉTODOS: Quarenta ratos Wistar foram submetidos à anestesia e laparotomia mediana. Obteve-se isquemia intestinal por falsa ligadura da artéria mesentérica cranial por trinta minutos. Após, reperfundiu-se por sessenta minutos. Metade dos animais receberam SF 0,9% 10 ml/Kg/hora (grupo controle) por via intravenosa; a outra metade recebeu propofol 20 mg/Kg/hora por mesma via (grupo propofol). Ao final, ressecou-se segmentos do intestino delgado para análise histológica. Avaliou-se os resultados pela classificação de CHIU et al 80 e procedeu-se o tratamento estatístico. RESULTADOS: No grupo controle encontrou-se 5 ratos com classificação grau 2; 8 com classificação grau 3; 3 com classificação grau 4 e 4 ratos com classificação grau 5. No grupo propofol encontrou-se 6 ratos com classificação grau 1; 11 com classificação grau 2 e 3 com classificação grau 3. Média de classificação 3,3 para o grupo controle e 1,85 para o grupo propofol. A variação dos dois grupos foi considerada estatisticamente significativa (P < 0,05). CONCLUSÃO: O propofol minimiza a lesão tecidual em ratos submetidos a isquemia e reperfusão mesentérica.

Santos Carlos Henrique Marques dos; Gomes Otoni Moreira; Pontes José Carlos Dorsa Vieira; Miiji Luciana Nakao Odashiro; Higa Eric Iasuji

2003-01-01

25

Evaluation of new polysaccharides networks for extended-release purposes: mesquite seed gum (MSG), xanthan gum and chitosan Estudo da utilização de polissacarídeos no desenvolvimento de formulações de liberação prolongada: goma de semente de algaroba, goma xantana e quitosano  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available The aim of this work was to design new hydrophilic matrix (HM) systems by cross-linking Mesquite Seed Gum (MSG), a galactomannan that occurs in the endosperm layer of the seeds of a Brazilian tree,Prosopis juliflora DC, with two well-known polysaccharides with the ability of retarding drug release, chitosan and xanthan gum. This had in mind the idea of using these new compounds in the preparation of extended-release dosage oral forms. The first part of this study was dedicated to the evaluation of MSG in terms of its functionality as a hydrophilic matrix (HM) system for extended-release purposes. Next, we started the study of water uptake profile of all polymers of interest (MSG, Xanthan Gum and Chitosan), in the following media: water, SGF and SIF. Following, we searched for the best cross-linking agent between Glutharaldehyde (GA) and Hexamethylenediisocyanate (HMDI), which turned out to be the GA. Next step we begun to prepare new hydrophilic matrices of MSG_Chitosan and MSG_Xanthan Gum, with different ratios, 1:1, 1:2 and 2:1. Finally, after deciding which new HM system presented best results, by using statistics tools, we investigated the mechanism controlling the rate release of the model drug, from tablets made with this new matrix. As a final result we concluded that the best combination of polysaccharides was achieved with MSG and Xanthan Gum, with mass ratio of 1:2, using glutharaldehyde aqueous solution as cross-linking agent. It presented a prevalent zero order kinetics, which is a very important feature when thinking about an extended-release oral dosage.O objetivo deste trabalho foi o desenvolvimento de novos sistemas de matrizes hidrofílicas através da formação de ligações cruzadas (cross-linking) entre a Goma da Semente da Algaroba (GSA), uma galactomanana que ocorre no endosperma das sementes de uma árvore nativa do Brasil, a Prosopis juliflora DC, e dois polissacarídeos bem conhecidos pela sua habilidade de retardar a liberação de fármacos, quitosano e goma xantana, visando a utilização das novas substâncias na preparação de formas orais de liberação prolongada. O estudo iniciou com a avaliação da funcionalidade GSA como matriz hidrofílica. A seguir, iniciamos o estudo do perfil de absorção de água dos polímeros envolvidos (GSA, Quitosana e goma xantana), nos seguintes meios: água, SGF e SIF. Na etapa seguinte, procuramos pelo melhor agente formador de ligação cruzada, entre os dois encontrados em literatura, glutaraldeído (GA) e hexametilenodiisocianato (HMDI). Sendo que a GA se apresentou como o melhor agente pelos resultados apresentados. O próximo passo foi a preparação e avaliação de novas matrizes hidrofílicas de GSA_Quitosana e GSA_Goma Xantana, com proporções diferentes, 1:1, 1:2 e 2:1. Finalmente, após a escolha do sistema hidrofílico que apresentou os melhores resultados, utilizando as ferramentas estatísticas, investigamos o mecanismo de controle da liberação do fármaco modelo. Por fim concluímos que a melhor combinação de polissacarídeos foi conseguida com a GSA e a goma xantana, na proporção de 1:2, utilizando solução de glutaraldeído como agente de formação de ligação cruzada. Esta nova matriz apresentou cinética de ordem zero, que é fundamental em uma substância a ser utilizada em formulações orais sólidas de liberação prolongada.

Carlos César dos Santos Nogueira; Lúcio Mendes Cabral; Tereza Cristina dos Santos; Antonio Marucci; Franco Alhaique

2003-01-01

26

PROTEÇÃO FUNCIONAL DO RIM COM LOVASTATINA APÓS ISQUEMIA E REPERFUSÃO RENAL  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Introdução - a isquemia renal é causa de graves lesões nesse órgão, estando presente em diferentes situações como em cirurgias renais, vasculares e no transplante renal. Assim, a procura de substâncias protetoras da função renal tem amplo interesse clínico. Neste estudo o objetivo foi o de analisar o efeito da lovastatina na isquemia renal normotérmica seguida da reperfusão.

Leal D. M.; Junior S. T.; Suaid H. J.; Cologna A. J.; Martins A. C. P.; Roselino J. E. S.

2001-01-01

27

Estudo morfológico no músculo gastrocnêmio de camundongos C57 BL10 submetidos à ingestão prolongada de etanol/ Study of ultrastructural alterations in gastrocnemius muscle of C57 BL10 mice after prolonged ethanol ingestion  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese Os efeitos do alcoolismo crônico no músculo gastrocnêmio de camundongos bem nutridos foram estudados morfologicamente com a finalidade de se avaliar a hipótese de que o etanol exerce um papel tóxico direto sobre o músculo esquelético. Foram usados 30 camundongos C57BL10 machos, adultos jovens, divididos em dois grupos: Grupo A (controle) consistindo de 10 camundongos que beberam água e Grupo B (alcoólico) de 20 camundongos que beberam etanol a 25%. Todos os anima (more) is receberam" uma ração balanceada de laboratório e foram mantidos nesse regime ad libitum nas mesmas condições ambientais durante 48 semanas e pesados uma vez por semana. O consumo diário de dieta e a ingestão calórica foram calculados tendo os animais apresentado substancial ganho de peso, não mostrando qualquer sinal de desnutrição. Ao final do experimento os animais foram sacrificados para estudos morfológicos. Pela microscopia óptica não foram encontradas alterações. Importantes anormalidades foram observadas pela microscopia eletrônica em todos os espécimens.O retículo sarcoplasmático mostrou-se freqüentemente dilatado, resultando na formação de grandes vesículas e envolvendo as cisternas terminais com deslocamento das tríades. Áreas de estreitamento, ruptura e perda de miofibrilas ocorreram assim como zonas de completa desorganização de miofibrilas com perda do padrão estriado normal. As mitocondrias estavam em linhas gerais dentro dos limites da normalidade. Agregados tubulares peculiares vistos comumente na paralisia periódica e outras condições patológicas humanas, foram encontrados tanto no músculo dos camundongos controles como no dos alcoólicos. Os nervos intramusculares assim como as junções neuromusculares mostravam-se normais. Importantes anormalidades nos capilares musculares foram observadas, consistindo de tumefação das células endoteliais e de espessamento da lâmina basal. Difusa infiltração lipídica microvesicular foi vista no citoplasma dos hepatócitos parecendo constituir uma evidência a mais da ação tóxica do etanol sobre o organismo. Concluímos que a ingestão prolongada de etanol, representando 14,4% de calorias totais, produz no músculo gastrocnêmio de camundongos C57BL10 bem nutridos um elenco de alterações ultraestruturais que refletem um efeito tóxico direto sobre o músculo esquelético. As alterações constatadas são semelhantes àquelas descritas na miopatia alcoólica crônica humana Abstract in english The effects of chronic alcoholism on gastrocnemius muscle of well-nourished mice were morphologically studied to test the direct toxic role of ethanol on skeletal muscle. Thirty male young adult C57BL10 mice were divided in two groups: Group A (control) consisting of ten mice that drank water and Group B (alcoholic) consisting of twenty mice that drank 25% ethanol. All mice were allowed a balanced laboratory chow. The animals were kept on this ad libitum regimen under the (more) same conditions of environment for 48 weeks and were weighed once a week. The daily dietary consumption and caloric intake were estimated, the animals having had a substantial weight gain, showing no signs of malnutrition. At the end of the experiment the animals were killed for morphological studies. No abnormalities were observed by conventional microscopy.Striking deviations from normal were verified by electron microscopy in all specimens. Dilatation of sarcoplasmic reticulum was a common feature, sometimes resulting in the formation of large vesicles and involving the terminal cisternae with the displacement of the triads. Areas of narrowing, splitting and loss of myofibrils were seen. Zones of complete disorganization of miofibrils could be occasionally observed. Mitochondria were generally normal. Peculiar tubular aggregates seen commonly in periodic paralysis and other human pathological conditions, were encountered in both control and alcoholic mice. Intramuscular nerves and neuromuscular junctions were normal. Important abnormaliti

Silva, João Batista Guedes e; Lisboa, Jorge A. da Costa; Freitas, Marcos R. G.; Nascimento, Osvaldo J. M.

1996-06-01

28

Estudo morfológico no músculo gastrocnêmio de camundongos C57 BL10 submetidos à ingestão prolongada de etanol Study of ultrastructural alterations in gastrocnemius muscle of C57 BL10 mice after prolonged ethanol ingestion  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Os efeitos do alcoolismo crônico no músculo gastrocnêmio de camundongos bem nutridos foram estudados morfologicamente com a finalidade de se avaliar a hipótese de que o etanol exerce um papel tóxico direto sobre o músculo esquelético. Foram usados 30 camundongos C57BL10 machos, adultos jovens, divididos em dois grupos: Grupo A (controle) consistindo de 10 camundongos que beberam água e Grupo B (alcoólico) de 20 camundongos que beberam etanol a 25%. Todos os animais receberam" uma ração balanceada de laboratório e foram mantidos nesse regime ad libitum nas mesmas condições ambientais durante 48 semanas e pesados uma vez por semana. O consumo diário de dieta e a ingestão calórica foram calculados tendo os animais apresentado substancial ganho de peso, não mostrando qualquer sinal de desnutrição. Ao final do experimento os animais foram sacrificados para estudos morfológicos. Pela microscopia óptica não foram encontradas alterações. Importantes anormalidades foram observadas pela microscopia eletrônica em todos os espécimens.O retículo sarcoplasmático mostrou-se freqüentemente dilatado, resultando na formação de grandes vesículas e envolvendo as cisternas terminais com deslocamento das tríades. Áreas de estreitamento, ruptura e perda de miofibrilas ocorreram assim como zonas de completa desorganização de miofibrilas com perda do padrão estriado normal. As mitocondrias estavam em linhas gerais dentro dos limites da normalidade. Agregados tubulares peculiares vistos comumente na paralisia periódica e outras condições patológicas humanas, foram encontrados tanto no músculo dos camundongos controles como no dos alcoólicos. Os nervos intramusculares assim como as junções neuromusculares mostravam-se normais. Importantes anormalidades nos capilares musculares foram observadas, consistindo de tumefação das células endoteliais e de espessamento da lâmina basal. Difusa infiltração lipídica microvesicular foi vista no citoplasma dos hepatócitos parecendo constituir uma evidência a mais da ação tóxica do etanol sobre o organismo. Concluímos que a ingestão prolongada de etanol, representando 14,4% de calorias totais, produz no músculo gastrocnêmio de camundongos C57BL10 bem nutridos um elenco de alterações ultraestruturais que refletem um efeito tóxico direto sobre o músculo esquelético. As alterações constatadas são semelhantes àquelas descritas na miopatia alcoólica crônica humanaThe effects of chronic alcoholism on gastrocnemius muscle of well-nourished mice were morphologically studied to test the direct toxic role of ethanol on skeletal muscle. Thirty male young adult C57BL10 mice were divided in two groups: Group A (control) consisting of ten mice that drank water and Group B (alcoholic) consisting of twenty mice that drank 25% ethanol. All mice were allowed a balanced laboratory chow. The animals were kept on this ad libitum regimen under the same conditions of environment for 48 weeks and were weighed once a week. The daily dietary consumption and caloric intake were estimated, the animals having had a substantial weight gain, showing no signs of malnutrition. At the end of the experiment the animals were killed for morphological studies. No abnormalities were observed by conventional microscopy.Striking deviations from normal were verified by electron microscopy in all specimens. Dilatation of sarcoplasmic reticulum was a common feature, sometimes resulting in the formation of large vesicles and involving the terminal cisternae with the displacement of the triads. Areas of narrowing, splitting and loss of myofibrils were seen. Zones of complete disorganization of miofibrils could be occasionally observed. Mitochondria were generally normal. Peculiar tubular aggregates seen commonly in periodic paralysis and other human pathological conditions, were encountered in both control and alcoholic mice. Intramuscular nerves and neuromuscular junctions were normal. Important abnormalities in muscle capillaries were observed, consisting of swell

João Batista Guedes e Silva; Jorge A. da Costa Lisboa; Marcos R. G. Freitas; Osvaldo J. M. Nascimento

1996-01-01

29

Correlação entre a tração de afastadores e o risco de isquemia e infecção de feridas cirúrgicas: estudo experimental em ratos/ Correlation between surgical retractors and risk of wound ischemia and infection: experimental study in rats  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese Verificou-se o grau de isquemia produzido pela tração dos afastadores, bem como determinou-se o índice de infecção nas feridas limpas e contaminadas quando submetidas a trações conhecidas e progressivas. Foram utilizados 104 ratos machos da cepa Wistar com peso entre 180 e 190 gr, sendo que 40 animais foram utilizados para a determinação da isquemia provocada por afastadores e 64 para estudo da correlação do emprego de afastadores com infecção. Para a anális (more) e da isquemia produzida por afastadores sobre a ferida cirúrgica, os 40 ratos foram divididos em 4 grupos: T0, T1, T2, T3. Para o estudo do risco de infecção produzido por afastadores sobre a ferida cirúrgica, 64 ratos foram divididos em oito grupos: C0, C1, C2, C3, L0, L1, L2 e L3. Todos animais foram submetidos a laparotomia paramediana, conservando-se íntegro o peritônio. A ferida foi então submetida a tração por afastadores. A tração empregada foi de 0Kgf nos grupos T0, L0, C0; 0,062Kgf nos grupos T1, L1 e C1; 0,125Kgf nos grupos T2, L2 e C2 e 0,25Kgf nos grupos T3, L3 e C3. Nos grupos T0, Tl, T2 e T3 injetou-se o corante azul de Evans e após 1 hora foram retirados fragmentos da ferida, com posterior extração do corante e análise espectrofotocolorimétrica, que serviu para avaliar indiretamente o grau de isquemia da ferida. Nos grupos CO, Cl, C2 eC3 foi inoculado na ferida uma solução contendo 10(5) Stafilococcus aureus l ml. As feridas nos grupos C0, C1, C2, C3, L0, L1, L2 e L3 foram suturadas e os animais sacrificados após sete dias para análise bacteriológica das amostras. Verificou-se que nos grupos T1, T2, T3 o grau de isquemia aumentou a medida que se usava maior tração, fato este comprovado pela diminuição progressiva da concentração tissular do corante azul de Evans (p Abstract in english The relation between ischemia and infection is well known, but the hazards of surgical retractors to wound healing is not well documented. We developed a experimental model to study the effects of ischemia induced by retractor in the surgical wounds. One hundred and four Wistar Male rats were studied. For the study of the ischemia induced by retractors, 40 rats were divided in 4 groups: T0, T1, T2 and T3, to study the relation between ischemia and infection, 64 animals we (more) re allocated in 8 groups: C0, C1, C2, C3: L0, L1, L2 and L3. All the animals had a paramedian incision on the upper part of the anterior abdominal wall. The wound was then retracted for one hour period. The force of traction employed was 0Kgf for the groups T0, L0, C0; 0,062Kgf for the groups T1, L1, C1; 0,125Kgf for the groups T2, L2 , C2 and 0,25Kgf for the groups T3, L3, C3. The Evans Blue die was injected in lhe animals of the TO,T1,T2 and T3 groups. One hour later, a sample of the abdominal wound was taken to the analyse the concentration of the die in tissues and consequently the degree of ischemia in the wound. In the C0, C1, C2 and C3 groups 1ml of a solution containing 10(5) Stafilococcus aureus was injected in the wound just before it. We concluded that in the groups T1, T2 and T3, the greater the traction of the retractors, the lesser was the concentration of Evans Blue die in tissues and the greater was the degree of ischemia. In the animals of L0, L1 and L2 groups the wounds were clean, but in 50% of the wounds of the L3 group we identified the growth of microorganisms. In the group CO, 37% of the wound cultures dcveloped Stafilococcus aureus while in the remaining groups 100% developed positive cultures for the same bactéria in the first 24 hours.

Greca, Fernando Hintz; Souza Filho, Zacarias Alves; Araújo, Celso Fernando Ribeiro; Repka, João Calos Dominges; Adam, Eduardo Pradi; Leite, Alessandra

1997-03-01

30

Avaliação metabólica das lesões de isquemia e reperfusão cerebrais após oclusão bilateral das artérias carótidas comuns: estudo experimental em ratos Metabolic evaluation of ischemic and reperfusion brain injury following bilateral occlusion of common carotid arteries: an experimental study in rats  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available OBJETIVO: Caracterizar as alterações no metabolismo energético após isquemia/reperfusão cerebral através de um modelo experimental de isquemia global reversível por simples oclusão das artérias carótidas comuns (ACCs) em ratos da linhagem Wistar. MÉTODOS: Quarenta e oito ratos Wistar machos foram distribuídos aleatoriamente em dois grupos (C - Controle; T - Teste) e cada um deles redistribuídos em quatro tempos de estudos. Após oclusão bilateral das ACCs por 30min, permitiu-se reperfusão aos animais do grupo T nos tempos 0, 5, 10 e 15min. Foram coletadas amostras de tecido cerebral e sangue arterial sistêmico e quantificados os metabólitos D-glicose (GLI), piruvato (PRV), lactato (LCT) e adenosina trifosfato (ATP). RESULTADOS: Observou-se aumento nos níveis sangüíneos de GLI e PRV de, respectivamente, 85,00% (pPURPOSE: To describe alterations on the energy metabolism after cerebral ischemia/reperfusion, through an experimental model of reversible global ischemia, by simple occlusion of common carotid arteries (CCAs) in rats of Wistar lineage. METHODS: Forty-eight male Wistar rats were randomly distributed on two groups (C - Control; T - Test) and further redistributed into four times sets of study. After bilateral occlusion of CCAs for 30min, the animals of group T were allowed reperfusion for 0, 5, 10 and 15min. Samples of cerebral tissue and systemic arterial blood were collected and the metabolites D-glucose (GLI), pyruvate (PRV), lactate (LCT) and adenosine triphosphate (ATP) quantified. RESULTS: Increases of GLI and PRV blood values of, respectively, 85,00% (p<0,05) and 51,72% (p<0,01) were observed at 5min of reperfusion, which reflect a systemic response to the cerebral ischemia. The brain's LCT remained stable despite a reduction of 52,66% (p<0,05) in its blood concentration at 15min of reperfusion. The cerebral concentrations of ATP decreased 85,40% (p<0,05) after ischemia, followed by an augmentation of 3.033,40% (p<0,05) at 5min of reperfusion, becoming evident the recovery of cell respiration by fosforilation pathway. CONCLUSIONS: The proposed experimental model produced partial transitory global ischemia, with systemic repercussions. The greatest metabolic alterations were verified in the initial minutes of reperfusion, typifying reperfusion injury. Such observations prove its value as an important instrument in the study of physiopathology and therapeutic sources of ischemic cerebrovascular disease.

Luiz Roberto Franklin Muniz; Mário Henrique Girão Faria; Paulo Roberto Leitão de Vasconcelos

2004-01-01

31

N-acetilcisteína diminui a congestão hepática na lesão de isquemia e reperfusão: estudo experimental N-acetylcysteine decreases hepatic congestion in the ischemia-reperfusion injury: experimental study  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available OBJETIVOS: A isquemia tem sido utilizada na cirurgia hepática desde o início do século. Embora possibilite a diminuição da perda sangüínea durante as ressecções e a manutenção do órgão à espera de um transplante, a ausência de perfusão traz como conseqüência um dano ao órgão, que se amplifica por ocasião da sua reoxigenação. A N-Acetilcisteína é uma droga capaz de repor os estoques celulares de glutationa, um antioxidante fundamental no controle das lesões resultantes do restabelecimento da perfusão sangüínea, esperando-se dessa forma que diminua a lesão acima descrita. Com o propósito de avaliar a capacidade da N-Acetilcisteína reduzir o dano hepático, utilizou-se um modelo murino de isquemia e reperfusão normotérmica. MÉTODO: Foram utilizados vinte ratos Wistar fêmeas, divididos em dois grupos. No grupo tratado, 400mg/kg de N-Acetilcisteína foram administrados pela via intravenosa, 15 minutos antes do clampeamento do pedículo do lobo esquerdo por 90 minutos. No grupo controle foi administrado o volume equivalente de solução fisiológica. Foi estabelecido um período de quatro horas de reperfusão, após o qual os animais foram sacrificados para a realização de análise histopatológica do lobo esquerdo com coloração de Hematoxilina-Eosina. A lesão tecidual foi quantificada quanto à presença de congestão, esteatose e necrose. RESULTADOS: O estudo evidenciou a capacidade de a N-Acetilcisteína diminuir significativamente a congestão. Não houve diferenças quanto à presença de esteatose e necrose. CONCLUSÃO: Os resultados obtidos permitem-nos concluir que o uso prévio da N-Acetilcisteína nos processos de isquemia e reperfusão, em normotermia, é capaz de diminuir a congestão hepática. A N-Acetilcisteína não diminui a presença de esteatose e necrose.BACKGROUND: Ischemia has been used in hepatic surgery since the beginning of the century. Its use results in less blood loss during hepatic resections and allow organ preservation while waiting for a transplant. Nevertheless, the lack of perfusion causes liver injury, worsen by the reoxygenation of the organ. N-Acetylcysteine is a drug capable of restoring cellular glutatione levels, essential to control reperfusion injury. Therefore, N-Acetylcysteine could be useful to lessen liver damage. To evaluate N-Acetylcysteine ability to reduce hepatic damage, a murine model of normothermic ischemia and reperfusion was used. METHODS: Twenty female Wistar rats were divided in two groups. In the first group, N-Acetylcysteine 400mg/kg was given intravenously fifteen minutes before the left hepatic lobe clamping. The clamp was kept in place for ninety minutes. In the control group, normal saline was given in an equivalent volume. After four hours of reperfusion, animals were killed and left lobes were submitted to histopathological analysis stained with Hematoxilin-Eosin. Specimens were evaluated for congestion, steatosis and necrosis. RESULTS: Analysis showed N-Acetylcysteine capability of significantly decrease hepatic congestion. There was no difference in regard of steatosis and necrosis. CONCLUSION: We concluded that previous N-Acetylcysteine administration reduces congestion in normothermic ischemia-reperfusion of the liver lobe. The drug does not reduce steatosis or necrosis.

Eduardo Chaise Didoné; Carlos Thadeu Cerski; Antonio Nocchi Kalil

2002-01-01

32

Is subdiaphragmatic aortic cross-clamping a suitable model for spinal cord ischemia/reperfusion injury study in rats? O pinçamento sub-diagragmático da aorta é um modelo adequado para o estudo da lesão medular de isquemia/reperfusão em ratos?  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available PURPOSE: To evaluate the efficacy of subdiaphragmatic aortic cross-clamping in an experimental model of ischemia/reperfusion injury of the spinal cord in albino rats. METHODS: Thirty-six male Wistar rats were randomized in two groups (n=18): G-1 (Sham) and G-2 (Ischemia/Reperfusion, I/R). G-2 rats were submitted to 30 min subdiafragmatic aortic cross-clamping. G-1 rats served as controls and were submitted to surgical trauma (laparotomy) without ischemia. Samples (spinal cord and arterial blood) were collected at the end of ischemic period and 10 (T-10) and 20 (T-20) min later in G-2 rats. Sham rats (G-1) samples were collected at the same time-points. Blood and tissue metabolites concentrations of pyruvate, lactate, glucose and medullary adenosine triphosphate (ATP) were assayed. RESULTS: Blood and tissue concentrations of pyruvate and glucose as well as lactate and medullary ATP were not different when comparing G1 to G2. Lactacemia was significantly elevated in G-2 compared with G-1 rats during reperfusion (T-10). CONCLUSION: Subdiaphragmatic aortic cord cross-clamping is not a suitable rat model for spinal cord ischemia/reperfusion injury study as it does not ensure changes in in vivo tissue metabolites concentrations similar to those found in tissues subjected to ischemia/reperfusion.OBJETIVO: Avaliar a eficácia do pinçamento da aorta subdiafragmática no modelo experimental de isquemia/reperfusão da medula espinhal em ratos. MÉTODOS: Trinta e seis ratos Wistar, machos, foram aleatoriamente distribuídos em 2 grupos (n=18) e submetidos ao pinçamento subdiafragmático da aorta, durante 30 minutos (Grupo-2 -Isquemia/Reperfusão). Os ratos do Grupo-1 (G-1 - Sham) foram utilizados como controles e submetidos a laparotomia sem pinçamento arterial. As amostras (medula e sangue arterial) foram coletadas ao término do período de isquemia (T-0) e 10 (T-10) e 20 (T-20) minutos mais tarde e nos mesmos intervalos, no grupo G-1. As concentrações teciduais e sanguíneas de piruvato, lactato, glicose e as concentrações medulares de trifosfato de adenosina (ATP) foram determinadas por ensaios enzimáticos. RESULTADOS: As concentrações de piruvato e glicose (sangue e tecido) e de lactato e ATP (medula) não foram diferentes,comparando G-1 versus G-2. A lactacemia elevou-se significantemente no G-2, comparado ao G-1, durante a reperfusão (T-10). CONCLUSÃO: O modelo experimental de pinçamento subdiafragmático da aorta não é adequado para o estudo da lesão de isquemia/reperfusão na medula de ratos, uma vez que não proporciona alterações nas concentrações in vivo de metabólitos teciduais, por exemplo de lactato ou ATP, compatíveis com aquelas encontradas em tecidos sujeitos à isquemia/reperfusão.

Sonia Elizabeth Lopez Carrillo; Sérgio Botelho Guimarães; Paulo Roberto Cavalcante de Vasconcelos; Paulo Roberto Leitão de Vasconcelos

2006-01-01

33

Análise da respiração mitocondrial em tecido cerebral de gato após isquemia e reperfusão  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available INTRODUÇÃO: A isquemia cerebral é uma doença freqüente e de difícil tratamento médico. De particular interesse neurocirúrgico são as situações de vasoespasmo após hemorragia subaracnóidea, de oclusão temporária de vasos nas neurocirurgias e de tromboses de artérias intracranianas. A lesão cerebral resultante da isquemia depende da sua duração e pode ser agravada pela reperfusão do território isquêmico. Vários estudos clínicos e experimentais têm sido realizados para melhor entender esses fenômenos. OBJETIVO: Este trabalho visou a avaliação precoce dos efeitos da isquemia focal seguida da reperfusão no cérebro de gatos. MÉTODOS: A isquemia cerebral foi provocada por clipagem temporária da artéria cerebral média por tempos determinados com reperfusão durante 10 minutos, e avaliação foi efetuada através da análise da respiração mitocondrial no tecido isquemiado. Resultados - Houve redução significativa no consumo de O2 nas amostras de tecido cerebral isquemiado por 60 minutos, seguidos de 10 minutos de reperfusão, quando comparadas ao tecido cerebral contralateral (não isquemiado). CONCLUSÕES: Com base nos resultados obtidos, pode-se concluir que o tempo de duração da isquemia foi um fator determinante na alteração da respiração mitocondrial de gatos submetidos à isquemia e reperfusão de curta duração (alterações significativas apenas após 60 minutos de isquemia seguidos de 10 de reperfusão).

Nakano Hiroshi; Colli Benedicto Oscar; Roselino José Eduardo de Salles

2002-01-01

34

Lesão de isquemia e reperfusão hepáticas em cães: estudos histológicos sobre necrose hepatocítica, conteúdo de glicogênio hepático e contagem tecidual de polimorfonucleares/ Hepatic ischaemia and reperfusion lesion in the dog: investigations of hepatocellular necrosis, hepatic glycogen content and polymorphonuclear tissue cells counting  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese No transplante hepático, a fisiopatologia da lesão de isquemia e reperfusão do fígado não é completamente conhecida. Várias preparações experimentais têm sido usadas para estudos de tal lesão. Para tal fim, no presente trabalho, um modelo modificado foi proposto e avaliado. Vinte cães mestiços, pesando 15,25 ± 1,21 kg, sob anestesia geral, foram distribuídos em dois grupos de investigação: 1. Grupo Teste (n = 10) - os animais foram submetidos a desvascula (more) rização de 70% da massa hepática, por período de noventa minutos, seguida de revascularização do fígado. Durante o período de isquemia, a descompressão venosa esplâncnica foi realizada através dos lobos caudado e lateral direito; 2. Grupo Controle (n = 10) - os cães foram submetidos a operação simulada. Em todos os animais foram realizadas biópsias do fígado. O método foi avaliado através de determinações de Necrose Hepatocítica (NH), Conteúdo de Glicogênio Hepático (CGH) e Contagem Tecidual de Polimorfonucleares (CTPMN), realizadas aos cinco minutos antes da isquemia (To) cinco minutos antes da reperfusão (T1) e uma hora (T2) e cinco horas (T3) após a reperfusão. Os resultados permitiram concluir com uma confiança de 95% que: I. Houve aumento progressivo de intensidade de NH e diminuição do CGH durante os estágios de isquemia e de reperfusão hepáticas; 2. Não foi comprovada diferença significativa na CTPMN entre os grupos investigados. As alterações histológicas verificadas são indicativas de NH efetiva, decorrente de isquemia e reperfusão do fígado. Abstract in english In the liver transplantation pathophysiology of hepatic ischaemia and reperfusion lesion is not completely understood. Several experimental models have been used to perform studies on tissue hipoxia and reperfusion of the liver. The present work, presents a modified model proposed to evaluate this kind of lesion. Twenty mongrel dogs, weighting 15.25 ± 1.21 kg, under general anesthesia, were referred to the following investigation groups: 1. Test Group (n = 10) - Animals (more) were submitted to devascularization of 70 per cent of hepatic mass during a ninety minutes period, followed by liver reperfusion. During the time of ischaemia, splancnic venous decompression was provided through the right lateral and caudate lobes; 2. Control Group (n = 10) - The dogs were submitted to a sham operation. Liver samples were taken at 5 minutes before ischaemia (T0) 5 minutes before reperfusion (T1) and I hour (T2) and 5 hours (T3) after hepatic reperfusion. The method was evaluated by hepatic cells necrosis (HCN), hepatic glycogen content (HGC) and tissue polymorphonuclear cells counting (PMNCC). The results showed with a 95 per cent of confidence that: I. There was a progressive rise in HCN intensity and a fall in HGC, during the hepatic ischaemia and reperfusion stages; 2. There was no evidence of significant differences in PMNCC between the investigated groups. The verified histologic change are expression of effective HCN derived from liver isquemia and reperfusion.

Câmara Neto, Renato Dornelas; Lopes, Silvia Limongi; Coelho, Antônio Roberto de Barros; Souza, Ayrton Ponce de; Ferraz, Álvaro Antônio Bandeira; Ferraz, Edmundo Machado

1999-06-01

35

Avaliação da isquemia cerebral focal induzida pela oclusão da artéria cerebral média e a ação neuroprotetora do cetoprofeno em ratos  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available A isquemia cerebral é fenômeno eventualmente observado durante procedimentos neurocirúrgicos e em patologias clínicas resultando em déficits neurológicos incapacitantes ou mesmo na morte. Por tratar-se de problema grave e de difícil solução, vários estudos têm sido efetuados com o objetivo de elucidar os mecanismos do fenômeno isquêmico no sistema nervoso central (SNC) e abolir ou diminuir seus efeitos através das drogas que protegem os neurônios (neuroprotetoras). Vários neurotransmissores estão envolvidos na isquemia e entre eles o glutamato destaca-se pela sua maior concentração no SNC. O objetivo deste estudo foi avaliar a isquemia cerebral focal em ratos através da dosagem do glutamato e dos achados morfológicos em uma evolução temporal e demonstrar uma possível ação neuroprotetora do cetoprofeno. Foram utilizados 36 ratos Wistar, subdivididos em 4 grupos: um grupo controle e outro sham; e outros dois em que os animais foram submetidos a isquemia pela oclusão seletiva da artéria cerebral média por um fio obstrutor durante 15, 30 e 45 minutos. Os animais de um destes grupos foram tratados com cetoprofeno 15 minutos antes da isquemia. A isquemia foi avaliada através de estudo histopatológico e da dosagem do glutamato extracelular in vitro. A análise morfológica mostrou não haver diferenças entre os animais normais e do grupo sham. Nos animais submetidos a isquemia, as alterações apareceram aos 30 minutos e acentuaram-se aos 45. Os principais achados foram edema intersticial, desorganização cromatínica, vacuolização e desintegração nuclear. Os animais tratados com cetoprofeno apresentaram alterações semelhantes, porém menos intensas. Reduções nas dosagens in vitro do glutamato extracelular no córtex parietal dos animais submetidos a isquemia iniciaram-se a partir dos 30 minutos e acentuaram-se aos 45 e foram semelhantes nos animais com ou sem tratamento com cetoprofeno, indicando que esta droga parece não interferir com o metabolismo do glutamato na sinapse. Os achados histopatológicos no córtex parietal dos animais submetidos a isquemia , tratados ou não previamente com cetoprofeno, sugerem que esta droga tem um efeito neuroprotetor.

DIAS LUIZ ANTONIO ARAUJO; COLLI BENEDICTO OSCAR; COUTINHO NETTO JOAQUIM; LACHAT JOÃO JOSÉ

2000-01-01

36

Estudo da fração inspirada de oxigênio na isquemia-reperfusão pulmonar em ratos Study of ventilation with different inspired oxygen concentration on lung ischaemia-reperfusion injury in rats  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available OBJETIVO: Estudar o efeito das frações inspiradas de oxigênio (FiO2) a 0,21, 0,40 e 1,00 na isquemia-reperfusão pulmonar. MÉTODOS: Foram utilizados 40 ratos Wistar, distribuídos aleatoriamente em quatro grupos. O grupo I foi o controle e, nos grupos II, III e IV, os animais foram ventilados durante a isquemia-reperfusão com FiO2 a 0,21, 0,40 e 1,00 respectivamente. O modelo utilizado foi de isquemia-reperfusão normotérmica, in situ. O tempo de isquemia foi de 30 minutos e o de reperfusão, de 10 minutos. Como parâmetros de avaliação, utilizou-se a pressão arterial média sistêmica (PAM), a relação entre a pressão parcial de oxigênio e a fração inspirada de oxigênio (PO2/FiO2), a dosagem da glutationa reduzida (GSH) e das substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico (TBARS) no tecido pulmonar e a relação entre o peso pulmonar úmido e o peso pulmonar seco. RESULTADOS: Os resultados mostraram que a ventilação com FiO2 a 0,21, quando comparada à ventilação com FiO2 a 0,40 e 1,00, durante o período de isquemia-reperfusão, apresentou menor diminuição da PAM, melhor relação PO2/FiO2, maior valor na medida da GSH, menor produção das TBARS e menor formação de edema pulmonar. CONCLUSÃO: A ventilação com baixa FiO2 (0,21) mostrou melhores resultados quando comparada àquelas realizadas com FiO2 mais elevadas (0,40 e 1,00) na isquemia-reperfusão pulmonar.PURPOSE: To evaluate the FiO2 effect at 0,21, 0,40 and 1,00 on the lung ischaemia-reperfusion injury. METHODS: Forty Wistar rats were randomly allocated in 4 groups. The group I was the control one, and in groups II, III, IV rats were ventilated during the ischaemia-reperfusion at 0,21, 0,40 and 1.00 FiO2 respectively. The ischaemia time was 30 minutes and the reperfusion time was 10 minutes. The model used was normothermic ischaemia-reperfusion, in situ. As assessment parameters, the systemic average arterial pressure (PAM), the oxygen arterial partial pressure/ inspired oxygen fraction relation (PO2/FiO2), the level of reduced glutathione (GSH) and barbituric acid substances reactive measure (TBARS) in the lung tissue and the lung wet/dry weight ratio were used. RESULTS: The results showed that the ventilation with FiO2 at 0,21, when compared with the ventilation at 0,40 and 1,00 FiO2 during the ischaemia-reperfusion period, presented lower PAM, better PO2/FiO2 relation, higher values in the reduced glutathione measures, lower production of the TBARS and lower formation of lung edema. CONCLUSION: The ventilation with low FiO2 (0.21) showed better results when compared to those performed with higher FiO2 (0,40 and 1,00) on the lung ischaemia-reperfusion injury.

Rafael José Silveira; Fábio May da Silva; Danilo Wilhelm Filho; José de Deus Cardoso; Luiz Eduardo Villaça Leão

2004-01-01

37

Isquemia hepática normotérmica em ratos: estudo da lesão celular através do uso de clampeamento pedicular contínuo e intermitente Normothermic hepatic ischemia in rats: study of celular injury by the use of continuous and intermittent pedicular clamping  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available OBJETIVO: Avaliar as alterações bioquímicas decorrentes da isquemia hepática normotérmica, seguida de reperfusão em duas modalidades de clampeamento da tríade portal em ratos. MÉTODO: Trinta ratos Wistar machos pesando entre 250 e 320 gramas foram divididos em três grupos de 10 animais cada. Induzimos 40 minutos de isquemia hepática por clampeamento pedicular contínuo (grupo I) ou intermitente (grupo II). No grupo controle não houve clampeamento. Como parâmetro de lesão hepatocelular adotamos a concentração plasmática de: transaminase glutâmico oxalacética (TGO), transaminase glutâmico pirúvica (TGP) e lactato desidrogenase (LDH). Colhemos as amostras de sangue no início (T1) e no final da cirurgia (T2). Todos os animais foram submetidos ao mesmo tempo operatório: 60 minutos. RESULTADOS: Não houve diferença estatística nos valores iniciais (T1) das três enzimas nos três grupos. Todos apresentaram aumento significativo das enzimas do momento 1 (T1) para o momento 2 (T2). Houve diferença estatística no aumento médio de TGO e TGP entre os três grupos, sendo o maior aumento encontrado no grupo I e o menor, no grupo controle. Não houve diferença significativa, em relação à LDH, entre o grupo II e o grupo controle. No grupo I, entretanto, houve aumento significativo em relação aos demais. Conclusão: Comparado ao clampeamento contínuo, para um período total de 40 minutos de isquemia, o clampeamento da tríade portal em ratos realizado de forma intermitente, com ciclos de 10 minutos de isquemia e 5 minutos de reperfusão, provoca menor dano hepatocelular, o que foi constatado pela menor alteração enzimática.BACKGROUND: Our objective was to access the biochemical alterations due to hepatic warm ischemia followed by reperfusion in two modalities of portal triad clamping in rats. METHOD: We divided thirty male Wistar rats, weighting between 250 and 320 grams into three groups with 10 animals each. Forty minutes of hepatic ischemia was induced by continuous (group I) or intermittent (group II) clamping. No clamping was used in control group. As a parameter of hepatocelular injury, plasma concentrations of glutamic oxaloacetic transaminase (GOT), glutamic pyruvic transaminase (GPT) and lactate dehydrogenase (LDH) were measured. Blood specimens were obtained at the begining (T1) and at the end of the surgery (T2). All animals had the same operative time, 60 minutes. RESULTS: There was not statistic difference between baseline (T1) values of the three enzymes in all groups. All animals showed significant increases of all enzymes from moment 1 (T1) to moment 2 (T2). There was statistical difference in the mean increase of GOT and GPT between the three groups, but the greatest elevation was found in group I and the lowest, in control group. In LDH analysis, there was not significant difference between group II and control group. Group I, however, showed significant increases compared with the other two. CONCLUSION: Compared with the continuous clamping, to a total ischemic period of 40 minutes, intermittent portal triad clamping, in rats, with 10/5 minutes ischemia/reperfusion cycles, leads to a lesser hepatocelular damage, verified by the lowest enzymatic values.

Fabio Neves da Silva

2002-01-01

38

Estudo da ação do extrato de Ginkgo biloba e amido hidroxietílico hipertônico na atenuação de alterações decorrentes de isquemia e reperfusão de órgãos esplâncnicos em ratos Ginkgo biloba extract and hypertonic hydroxyethyl starch on attenuating ischemia and reperfusion changes of splanchnic organs in a rat model  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available A oclusão e reperfusão das artérias esplâncnicas ocasiona choque circulatório, causado principalmente pelo aumento de permeabilidade vascular e pela agressão celular provocada por radicais livres derivados do oxigênio. Este estudo tem por finalidade verificar a ação do extrato de Ginkgo biloba (Egb-761) e do amido hidroxietílico (AHH) na prevenção do choque circulatório produzido pela isquemia e reperfusão de órgãos esplâncnicos. O Egb-761 tem propriedades antioxidantes relatadas na literatura. O AHH, tem sido utilizado como recurso terapêutico do choque hipovolêmico. Ratos anestesiados receberam infusão contínua de Egb-761 ou AHH, sendo submetidos à isquemia (oclusão do tronco celíaco, artéria mesentérica superior e artéria mesentérica inferior por 30 minutos) e reperfusão (por 90 minutos) dos órgãos esplâncnicos. Foram feitas: análise histopatológica ileal, dosagem de malondialdeído ileal e determinação contínua da pressão arterial média (PAM). A PAM ao final do período de reperfusão foi significativamente mais elevada nos animais tratados com Egb-761 e AHH, que no grupo controle (F=18,29; p0,10) e quanto às alterações histológicas (H=6,003; p>0,10). Em conclusão, houve melhora nas condições hemodinâmicas, com atenuação do choque nos ratos que receberam Egb-761 ou AHH. Novos estudos serão necessários para se avaliar melhor as alterações histológicas e para esclarecer a formação de produtos finais da peroxidação lipídica.Splanchnic artery occlusion and reperfusion causes circulatory shock, due mainly to increased capillary permebility and cellular injury precipitated by oxygen derived free-radicals. The purpose of this study was to verify if Ginkgo biloba extract (Egb-761) and hypertonic hydroxyethyl starch (HHS) would be able to prevent hypovolemic shock at the splanchnic artery occlusion (SAO). Egb-761 is known for its antioxidant property, which is well documented by the literature. HHS has been used successfully in hypovolemic shock treatment. Anesthetized rats received Egb-761 and HHS infusion and had their celiac, superior mesenteric and inferior mesentereic arteries occluded for 30 minutes followed by reperfusion by 90 minutes. Ileal histology and malondialdehyd (MDA) were determinated, as well as, mean arterial blood pressure (MABP) records were performed. Treated animals exhibited higher MABP than the controls (F=18,29;p 0,10) and histology (H=4,61; p> 0,10) did not show statistical differences among the groups. In conclusion, Egb-761 and HHS, have improved the rats hemodinamics attenuating significantly the SAO shock. Further studies must be proceeded to clarify the histological changes and the lipid peroxidation final products formation.

Ricardo Silvestre e Silva Macarenco; Rodrigo Ueno Takahagi; Luiz Carlos Bardella; Julio Lopes Sequeira; Winston Bonetti Yoshida

2001-01-01

39

Estudo da ação do extrato de Ginkgo biloba e amido hidroxietílico hipertônico na atenuação de alterações decorrentes de isquemia e reperfusão de órgãos esplâncnicos em ratos/ Ginkgo biloba extract and hypertonic hydroxyethyl starch on attenuating ischemia and reperfusion changes of splanchnic organs in a rat model  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese A oclusão e reperfusão das artérias esplâncnicas ocasiona choque circulatório, causado principalmente pelo aumento de permeabilidade vascular e pela agressão celular provocada por radicais livres derivados do oxigênio. Este estudo tem por finalidade verificar a ação do extrato de Ginkgo biloba (Egb-761) e do amido hidroxietílico (AHH) na prevenção do choque circulatório produzido pela isquemia e reperfusão de órgãos esplâncnicos. O Egb-761 tem propriedade (more) s antioxidantes relatadas na literatura. O AHH, tem sido utilizado como recurso terapêutico do choque hipovolêmico. Ratos anestesiados receberam infusão contínua de Egb-761 ou AHH, sendo submetidos à isquemia (oclusão do tronco celíaco, artéria mesentérica superior e artéria mesentérica inferior por 30 minutos) e reperfusão (por 90 minutos) dos órgãos esplâncnicos. Foram feitas: análise histopatológica ileal, dosagem de malondialdeído ileal e determinação contínua da pressão arterial média (PAM). A PAM ao final do período de reperfusão foi significativamente mais elevada nos animais tratados com Egb-761 e AHH, que no grupo controle (F=18,29; p0,10) e quanto às alterações histológicas (H=6,003; p>0,10). Em conclusão, houve melhora nas condições hemodinâmicas, com atenuação do choque nos ratos que receberam Egb-761 ou AHH. Novos estudos serão necessários para se avaliar melhor as alterações histológicas e para esclarecer a formação de produtos finais da peroxidação lipídica. Abstract in english Splanchnic artery occlusion and reperfusion causes circulatory shock, due mainly to increased capillary permebility and cellular injury precipitated by oxygen derived free-radicals. The purpose of this study was to verify if Ginkgo biloba extract (Egb-761) and hypertonic hydroxyethyl starch (HHS) would be able to prevent hypovolemic shock at the splanchnic artery occlusion (SAO). Egb-761 is known for its antioxidant property, which is well documented by the literature. HH (more) S has been used successfully in hypovolemic shock treatment. Anesthetized rats received Egb-761 and HHS infusion and had their celiac, superior mesenteric and inferior mesentereic arteries occluded for 30 minutes followed by reperfusion by 90 minutes. Ileal histology and malondialdehyd (MDA) were determinated, as well as, mean arterial blood pressure (MABP) records were performed. Treated animals exhibited higher MABP than the controls (F=18,29;p 0,10) and histology (H=4,61; p> 0,10) did not show statistical differences among the groups. In conclusion, Egb-761 and HHS, have improved the rats hemodinamics attenuating significantly the SAO shock. Further studies must be proceeded to clarify the histological changes and the lipid peroxidation final products formation.

Macarenco, Ricardo Silvestre e Silva; Takahagi, Rodrigo Ueno; Bardella, Luiz Carlos; Sequeira, Julio Lopes; Yoshida, Winston Bonetti

2001-09-01

40

Efeito da deferoxamina na isquemia e reperfusão do fígado remanescente após ressecção hepática parcial  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Particularmente, a utilização de vários tipos de drogas que diminuem os efeitos deletérios do binômio isquemia-reperfusão, tem tornado-se foco de vários estudos experimentais visando possíveis aplicações clínicas. O objetivo do presente estudo foi avaliar os efeitos da deferoxamina na isquemia e reperfusão sobre o fígado remanescente após ressecção hepática parcial a 70%, avaliando-se váriáveis bioquímicas do sangue: aspartato aminotransferase e alanina aminotransferase;.A amostra de 34 ratos foi dividida em grupos: Grupo HP (n = 8) - submetidos a hepatectomia parcial (HP) a 70%; Grupo HPD (n = 4) - submetidos a administração de deferoxamina (40 mg/kg) e HP a 70%; Grupo HPI (n = 7) - hepatectomizados (HP a 70%) e submetidos a isquemia (40 minutos); Grupo HPID (n = 7) - semelhante ao anterior, porém recebendo previamente deferoxamina; Grupo C (n = 8) - controle, submetido a operação simulada para HP a 70%. A análise estatística entre os diversos grupos foi feita pelos testes de Kruskal - Wallis e de Mann - Whitney, com nível de significância de 5%. Portanto, houve aumento significativo das aminotransferases nos animais submetidos a hepatectomia e a isquemia. Esse aumento foi inibido pela deferoxamina.

Brisotti João Luiz; Picinato Maria A. N. C.; Franco Clarice F. F.; Gomes Maria Cecília J.; Souza Maria Eliza J.; Barion Andessa P.; Castro e Silva Jr Orlando de

2000-01-01

 
 
 
 
41

Valor diagnóstico do teste ergométrico na detecção da isquemia miocárdica silenciosa no paciente idoso com hipertensão sistólica  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o valor diagnóstico do teste ergométrico (TE) na detecção da isquemia silenciosa no idoso com hipertensão sistólica isolada. MÉTODOS: Foram comparados, 110 pacientes com hipertensão sistólica (grupo A), com 104 pacientes sem hipertensão (grupo B). Eles foram submetidos a TE, conforme protocolo de Bruce, entre janeiro/91 a dezembro/94. O esforço era interrompido se a freqüência máxima fosse alcançada ou se desenvolvessem fadiga, dispnéia, arritmia severa, hipotensão e depressão significativa do segmento ST >2mm (0,2mV). RESULTADOS: O TE mostrou depressão isquêmica de ST em 22 (20%) dos pacientes idosos com hipertensão sistólica e em 12 (11,5%) dos idosos-controle. O tempo de esforço foi mais curto nos hipertensos: 7,1±2,9min vs 8,8±2,5min. A depressão de ST foi maior nos hipertensos do que no grupo controle: 2,5±0,8mm vs 1,9±0,4mm. A duração isquêmica do ST foi também mais prolongada no grupo hipertenso do que no controle: 5,4±2,8min vs 3,4±1,9min. CONCLUSÃO: Pacientes idosos com hipertensão sistólica isolada têm mais isquemia miocárdica silenciosa do que idosos normotensos. Entre idosos hipertensos houve uma prevalência de isquemia silenciosa 1,7 vezes mais freqüente que idosos normotensos, de mesma faixa etária (20% vs 11,5%, p<0,003).

Oliveira João Joaquim de; Silva Sandra Regina A. S.

1997-01-01

42

Avaliação da isquemia cerebral pela respiração mitocondrial: modelo experimental  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available A isquemia cerebral acontece em várias doenças. Um dos fatores críticos para a recuperação de um paciente é a duração do processo isquêmico. A atividade cerebral depende do suprimento de energia, isto sugere que o estudo da função mitocondrial pode ser utilizado para a avaliação do dano neuronal. O objetivo deste trabalho foi o de estudar a respiração mitocondrial pela oclusão da artéria cerebral média esquerda pela técnica do fio intraluminal. Ratos da raça Wistar foram subdivididos em 4 grupos: controle e 15, 30 e 60 minutos de oclusão. Os resultados mostraram que não há diferença estatisticamente significativa entre o grupo de 15 minutos e o grupo controle. O grupo de 30 minutos teve diminuição do estado III da respiração mitocondrial comparado com o grupo controle. O grupo de 60 minutos teve diminuição dos estados III e IV comparados com o grupo controle. A respiração mitocondrial permitiu uma avaliação efetiva e precoce do processo isquêmico focal no cérebro do rato.

Carlotti Junior Carlos Gilberto; Colli Benedicto Oscar; Kazuo João Yano

2001-01-01

43

Isquemia miocárdica silenciosa em pacientes submetidos à prostatectomia transuretral: comparação entre anestesia subaracnóidea e peridural Isquemia miocárdica silenciosa en pacientes sometidos a prostatectomia transuretral: comparación entre anestesia subaracnóidea y peridural Silent myocardial ischaemia in patients undergoing transurethral resection of prostate: comparison of spinal versus epidural anaesthesia  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A isquemia miocárdica silenciosa foi recentemente relacionada ao aumento de morbimortalidade cardíaca peri-operatória. Até 41% dos pacientes com doença coronariana conhecida ou fatores de risco cardíaco, submetidos à cirurgias não cardíacas, apresentaram isquemia peri-operatória. Vários autores compararam técnicas de anestesia regional e geral mas nenhum comparou o impacto de diferentes técnicas de anestesia no neuro-eixo na incidência e duração da isquemia miocárdica silenciosa. O objetivo deste estudo foi comparar duas técnicas diferentes de anestesia no neuro-eixo (subaracnóidea versus peridural) em pacientes idosos aleatoriamente selecionados e submetidos à prostatectomia transuretral. Optou-se por este grupo de pacientes idosos porque freqüentemente, apresentam doença coronariana silenciosa ou clinicamente aparente. Um outro fator importante que influenciou a escolha, foi a sobrecarga de volume e tremores causados pela prostatectomia transuretral nesses pacientes promovendo desequilíbrio entre consumo e oferta de oxigênio. MÉTODO: Participaram deste estudo 40 pacientes submetidos a prostatectomia transuretral, que foram estudados em relação à isquemia miocárdica silenciosa com a ajuda de um equipamento Holter. A monitorização iniciou-se 1 hora antes da cirurgia, prosseguiu durante a cirurgia e após pelas próximas 24 horas. Os dados do Holter foram analisados por um DSM modelo 300. RESULTADOS: A incidência geral de isquemia miocárdica silenciosa neste estudo foi de 30%. Não foi estabelecida nenhuma relação entre isquemia miocárdica silenciosa e o tipo de anestesia. A maior parte dos episódios de isquemia miocárdica ocorreu no período pré-operatório e não tiveram relação com alterações hemodinâmicas. No entanto, a incidência e a gravidade de isquemia miocárdica silenciosa foi mais alta em pacientes com altos escores de Detsky, hipertensão arterial e anemia. Nenhum paciente apresentou efeitos cardíacos adversos. CONCLUSÕES: O tipo de anestesia no neuro-eixo não influenciou a incidência de isquemia miocárdica silenciosa.JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: La isquemia miocárdica silenciosa fue recientemente relacionada al aumento de morbi-mortalidad cardíaca peri-operatoria. Hasta 41% de los pacientes con enfermedad coronariana conocida o con factores de riesgo cardíaco, sometidos a cirurgías no cardíacas, presentan isquemia peri-operatoria. Varios autores compararon las técnicas de anestesia regional y general, más ninguno comparó el impacto de diferentes técnicas de anestesia del neuro-eixo en la incidencia y duración de la isquemia miocárdica silenciosa. El objetivo de este estudio fue la de comparar dos técnicas diferentes de anestesia en el neuro-eixo (subaracnóideo versus. peridural) en pacientes edosos aleatoriamente seleccionados y sometidos a prostatectomia transuretral. Optaou-se por pacientes idosos por frecuentemente presenta enfermedad coronariana silenciosa o aparente. Outro factor importante que influenció la escoja, fue la sobrecarga de volumen y tremores causados por prostatectomia transuretral en esos pacientes promovendo desequilibrio entre el consumo y oferta de oxígeno. MÉTODO: Participaron de este estudio 40 pacientes sometidos a prostatectomia, fueron estudiados en relación a la isquemia miocárdica silenciosa con la ayuda de un equipamiento Holter. La monitorización se inició 1 hora antes de la cirugía y prosiguió durante la misma y después por las próximas 24 horas. Los datos del Holter fueron analizados por un DSM modelo 300. RESULTADOS: La incidencia general de isquemia miocárdica silenciosa en este estudio fue de 30%. No fue establecida ninguna relación entre isquemia miocárdica silenciosa y tipo de anestesia. La mayor parte de los episodios de isquemia miocárdica ocurrió en el período pre-operatorio y no tuvieron relación con alteraciones hemodinámicas. No obstante, la incidencia y la gravidad de isquemia miocárdica silenciosa fue más alta en pacientes con altos con

Parshotam Lal Gautam; Sunil Katyal; Gurpreet Singh Wander; Harpreet Kaur

2004-01-01

44

Isquemia miocárdica silenciosa em pacientes submetidos à prostatectomia transuretral: comparação entre anestesia subaracnóidea e peridural/ Silent myocardial ischaemia in patients undergoing transurethral resection of prostate: comparison of spinal versus epidural anaesthesia/ Isquemia miocárdica silenciosa en pacientes sometidos a prostatectomia transuretral: comparación entre anestesia subaracnóidea y peridural  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A isquemia miocárdica silenciosa foi recentemente relacionada ao aumento de morbimortalidade cardíaca peri-operatória. Até 41% dos pacientes com doença coronariana conhecida ou fatores de risco cardíaco, submetidos à cirurgias não cardíacas, apresentaram isquemia peri-operatória. Vários autores compararam técnicas de anestesia regional e geral mas nenhum comparou o impacto de diferentes técnicas de anestesia no neuro-eixo na incidê (more) ncia e duração da isquemia miocárdica silenciosa. O objetivo deste estudo foi comparar duas técnicas diferentes de anestesia no neuro-eixo (subaracnóidea versus peridural) em pacientes idosos aleatoriamente selecionados e submetidos à prostatectomia transuretral. Optou-se por este grupo de pacientes idosos porque freqüentemente, apresentam doença coronariana silenciosa ou clinicamente aparente. Um outro fator importante que influenciou a escolha, foi a sobrecarga de volume e tremores causados pela prostatectomia transuretral nesses pacientes promovendo desequilíbrio entre consumo e oferta de oxigênio. MÉTODO: Participaram deste estudo 40 pacientes submetidos a prostatectomia transuretral, que foram estudados em relação à isquemia miocárdica silenciosa com a ajuda de um equipamento Holter. A monitorização iniciou-se 1 hora antes da cirurgia, prosseguiu durante a cirurgia e após pelas próximas 24 horas. Os dados do Holter foram analisados por um DSM modelo 300. RESULTADOS: A incidência geral de isquemia miocárdica silenciosa neste estudo foi de 30%. Não foi estabelecida nenhuma relação entre isquemia miocárdica silenciosa e o tipo de anestesia. A maior parte dos episódios de isquemia miocárdica ocorreu no período pré-operatório e não tiveram relação com alterações hemodinâmicas. No entanto, a incidência e a gravidade de isquemia miocárdica silenciosa foi mais alta em pacientes com altos escores de Detsky, hipertensão arterial e anemia. Nenhum paciente apresentou efeitos cardíacos adversos. CONCLUSÕES: O tipo de anestesia no neuro-eixo não influenciou a incidência de isquemia miocárdica silenciosa. Abstract in spanish JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: La isquemia miocárdica silenciosa fue recientemente relacionada al aumento de morbi-mortalidad cardíaca peri-operatoria. Hasta 41% de los pacientes con enfermedad coronariana conocida o con factores de riesgo cardíaco, sometidos a cirurgías no cardíacas, presentan isquemia peri-operatoria. Varios autores compararon las técnicas de anestesia regional y general, más ninguno comparó el impacto de diferentes técnicas de anestesia del neuro- (more) eixo en la incidencia y duración de la isquemia miocárdica silenciosa. El objetivo de este estudio fue la de comparar dos técnicas diferentes de anestesia en el neuro-eixo (subaracnóideo versus. peridural) en pacientes edosos aleatoriamente seleccionados y sometidos a prostatectomia transuretral. Optaou-se por pacientes idosos por frecuentemente presenta enfermedad coronariana silenciosa o aparente. Outro factor importante que influenció la escoja, fue la sobrecarga de volumen y tremores causados por prostatectomia transuretral en esos pacientes promovendo desequilibrio entre el consumo y oferta de oxígeno. MÉTODO: Participaron de este estudio 40 pacientes sometidos a prostatectomia, fueron estudiados en relación a la isquemia miocárdica silenciosa con la ayuda de un equipamiento Holter. La monitorización se inició 1 hora antes de la cirugía y prosiguió durante la misma y después por las próximas 24 horas. Los datos del Holter fueron analizados por un DSM modelo 300. RESULTADOS: La incidencia general de isquemia miocárdica silenciosa en este estudio fue de 30%. No fue establecida ninguna relación entre isquemia miocárdica silenciosa y tipo de anestesia. La mayor parte de los episodios de isquemia miocárdica ocurrió en el período pre-operatorio y no tuvieron relación con alteraciones hemodinámicas. No obstante, la incidencia y la gravidad de isquemia mio

Gautam, Parshotam Lal; Katyal, Sunil; Wander, Gurpreet Singh; Kaur, Harpreet

2004-08-01

45

AVALIAÇÃO HISTOPATOLÓGICA E MORFOMÉTRICA INTESTINAL DOS EFEITOS DA ADMINISTRAÇÃO PROLONGADA DE CORTICOSTERÓIDE EM CÃES  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Corticosteróides são de largo uso na prática médica. Porém, apresentam efeitos colaterais, que condicionam um fator de risco para procedimentos cirúrgicos gastrointestinais. O presente estudo visou avaliar as alterações da mucosa e submucosa em cólon de cães submetidos a administração prolongada de corticosteróides. Quinze cães machos, sem raça definida, 15 kg, randomizados, 6 de grupo controle e 9 de grupo experimental, foram submetidos à aplicação intramuscular de hidrocortisona, 35 mg/Kg/dia, 30 dias. Foi realizada ressecção do segmento distal do cólon, fixado em Bouin, com cortes corados pelos métodos: PAS, alcian blue e HE. Na análise morfométrica, foi realizada contagem de: células caliciformes (CAL), células absortivas (ABS), células totais (TOT = CAL+ABS), mitoses (MIT) e linfócitos (LINF) presentes em cada cripta; mastócitos (MAST) na submucosa. A avaliação histopatológica revelou infiltrado linfoplasmocitário, desorganização das criptas, presença de células picnóticas, ulcerações na mucosa; edema, congestão vascular e linfática na submucosa. Houve diminuição significante do número de CAL, ABS, TOT e LINF, aumento de MIT no grupo experimental e não alteração do número de MAST. Conclui-se que a administração prolongada de corticosteróides em cães induziu alterações histopatológicas e morfométricas significantes na mucosa cólica, que podem se constituir em importante fator de risco cirúrgico.

LOUZADA MURILO; MENESES FLÁVIA SANTANA E; FERNANDES LUÍS CÉSAR; KIM SU BONG; MORA OSWALDO ALVES; EGAMI MISUE IMOTO; STÁVALE JOÃO NORBERTO; SILVA MARIA REGINA RÉGIS; MATOS DÉLCIO

1999-01-01

46

Isquemia mesentérica segmentaria: A razón de un caso/ Segmentary mesenteric isquemia: A propos of a case  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in spanish Presentamos un caso de un paciente de 43 años con antecedentes de salud que acude a emergencia por dolor abdominal que se interviene quirúrgicamente con el diagnóstico de apendicitis aguda encontrando isquemia mesentérica segmentaria de intestino delgado, a razón de lo cual se realiza revisión del tema. Abstract in english We present the case of a 43-years-old patient with antecedents assisting the Emergency Service for abdominal pain. She was operated with the diagnosis of acute appendicitis, finding a segmentary mesenteric isquemia of small intestine; that is why we reviewed this theme.

Lozano González, Yusimin

2009-06-01

47

Tratamento da isquemia mesentérica pelo pós-condicionamento isquêmico Mesenteric ischemia's treatment by postconditioning  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Sabe-se que o pré-condicionamento isquêmico tem a capacidade de minimizar as lesões decorrentes do processo de isquemia e reperfusão. Recentemente foi descrito que o pós-condicionamento isquêmico apresenta resultados semelhantes em isquemia e reperfusão miocárdica, cerebral, renal e da medula espinhal, mas não há relatos de utilização deste método na isquemia mesentérica. OBJETIVO: O objetivo deste estudo é avaliar o efeito do pós-condicionamento isquêmico sobre a lesão tecidual na mucosa intestinal de ratos submetidos ao processo de isquemia e reperfusão mesentérica. MÉTODO: Foram estudados 20 ratos Wistar, distribuídos em dois grupos: grupo A, em que se realizou isquemia (30 minutos) e reperfusão (60 minutos) mesentérica; grupo B, isquemia e reperfusão mesentérica e, precedendo o início da reperfusão, foi realizado o pós-condicionamento isquêmico. Ao final, ressecou-se um segmento do intestino delgado para análise histológica. Avaliaram-se os resultados pela classificação de Chiu e procedeu-se o tratamento estatístico. RESULTADO: As médias dos graus de lesão tecidual foram: grupo A, 3,5; grupo B, 1. A diferença entre os grupos foi considerada estatisticamente significativa (p It is known that the preconditioning has the capacity to minimize the current lesions of the ischemia and reperfusion process. Recently it was described that the postconditioning presents similar results in miocardic ischemia and reperfusion, brain, kidneys and of the spinal cord, but there are no reports of use of this method in the mesenteric ischemia. OBJECTIVE: The objective of this study is to evaluate the effect of the postconditioning on the tissue lesion in the intestinal mucosa of rats submitted to the ischemia and reperfusion process. METHOD: 20 Wistar rats were studied, distributed in two groups: group A, in that was done mesenteric ischemia (30 minutes) and reperfusion (60 minutes); group B, mesenteric ischemia and reperfusion and, preceding the beginning of the reperfusion, the postconditioning was accomplished. At the end, it was dried up a segment of the small intestine for histological analysis. The results were evaluated by the Chiu's classification and the statistical treatment was proceeded. RESULTS: The averages of the degrees of tissue lesion were: group A, 3,5; group B, 1. The difference between the groups was statistically significant (p <0,05). CONCLUSION: The postconditioning was capable to minimize the tissue lesion in the intestinal mucosa of rats submitted to the mesenteric ischemia and reperfusion process.

Carlos Henrique Marques dos Santos; Otoni Moreira Gomes; José Carlos Dorsa Vieira Pontes; Luciana Nakao Odashiro Miiji; Marco Aurélio Feltrin Bispo

2008-01-01

48

Avaliação de dois modelos experimentais de isquemia e reperfusão cerebral em ratos com oclusão temporária carotídea associada ou não à oclusão vertebral  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a reprodutibilidade de dois modelos experimentais de isquemia e reperfusão cerebral. MÉTODOS: 60 ratos foram distribuídos, aleatoriamente, em três grupos experimentais, com 20 animais cada: I - pinçamento temporário de artéria carótida esquerda; II - cauterização prévia das artérias vertebrais e pinçamento temporário da artéria carótida esquerda; simulado - sem isquemia nem reperfusão. Todos os animais tiveram oclusão definitiva de artéria carótida direita e os três grupos foram subdivididos em dois períodos de reperfusão: A - 60 minutos e B - 120 minutos. Os parâmetros verificados foram: medidas de pressão arterial média sistêmica e fluxo sangüíneo carotídeo; medida de malondialdeído cerebral através do teste TBARS e avaliação histológica do hemisfério cerebral submetido à isquemia e reperfusão. Foi feito também um estudo complementar com angiografia cerebral em 5 animais adicionais. RESULTADOS: Não houve diferenças significativas nas dosagens de malondialdeído cerebral e na freqüência e gravidade das alterações histológicas cerebrais entre os três grupos. Nos grupos GI e GII, a PAM foi significantemente maior no período de isquemia. O fluxo sangüíneo entre os períodos pré e pós-pinçamento aumentou nos grupos IA e IIB, diminuiu no grupo IB e no grupo IIA manteve-se inalterado. As angiografias do estudo complementar mostraram aporte sangüíneo para cérebro através de circulação colateral. CONCLUSÃO: Os modelos de isquemia e reperfusão estudados não demonstraram alterações consistentes de marcadores de lesão cerebral, seja quanto à produção de lipoperóxidos ou de lesões histológicas.

Tardini Daniela Mazza Sundefeld; Yoshida Winston Bonetti; Novelli Ethel Lourenzi Barbosa; Sequeira Júlio Lopes

2003-01-01

49

Isquemia miocárdica intermitente após angioplastia cirúrgica do tronco de coronária esquerda Intermittent myocardial isquemia after surgical angioplasty of the left main coronary artery  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Dois pacientes do sexo masculino (38 e 53 anos) com angina instável, com estudo hemodinâmico revelando grave lesão de óstio de tronco de coronária esquerda (TCE), foram submetidos a angioplastia cirúrgica do TCE com patch de veia safena. Ao final da operação os pacientes apresentaram isquemia miocárdica intermitente, um deles com choque cardiogênico e, em ambos, reversão completa do quadro. O estudo hemodinâmico pós-operatório revelou adequada ampliação do TCE com função ventricular esquerda preservada nos dois pacientes. Embora a angioplastia cirúrgica do TCE seja uma alternativa técnica para os doentes com lesões ostiais, chamamos a atenção para esta grave morbidade operatória, tendo como uma das possíveis causas o espasmo do TCE.Two 38 and 53-year old male patients with unstable angina, whose hemodynamic study showed an isolated stenosis of the left coronary artery ostium, were submitted to a surgical angioplasty of the left main coronary artery (LMCA) with saphenous vein patch. At the end of the operation, the patients presented intermitent myocardial isquemia. One of them led to abrupt cardiogenic shock which reversed completely. The postoperative hemodynamic study demonstrated excellent left main coronary artery patency and normal left ventricular . of LMCA has been proposed as an alternative technique to the treatment of ostial lesions, the surgical team should be prepared to face severe operative morbidity. The LMCA spasm has been considered as a possible etiology of that event.

Luís Roberto Gerola; Ivana Delamônica Freire Eckert; José Alfredo Sejópolis; Alberto Najjar; Luís Cesar N. Scala; Ronaldo D. Fontes

1997-01-01

50

Isquemia miocárdica intermitente após angioplastia cirúrgica do tronco de coronária esquerda/ Intermittent myocardial isquemia after surgical angioplasty of the left main coronary artery  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese Dois pacientes do sexo masculino (38 e 53 anos) com angina instável, com estudo hemodinâmico revelando grave lesão de óstio de tronco de coronária esquerda (TCE), foram submetidos a angioplastia cirúrgica do TCE com patch de veia safena. Ao final da operação os pacientes apresentaram isquemia miocárdica intermitente, um deles com choque cardiogênico e, em ambos, reversão completa do quadro. O estudo hemodinâmico pós-operatório revelou adequada ampliação do (more) TCE com função ventricular esquerda preservada nos dois pacientes. Embora a angioplastia cirúrgica do TCE seja uma alternativa técnica para os doentes com lesões ostiais, chamamos a atenção para esta grave morbidade operatória, tendo como uma das possíveis causas o espasmo do TCE. Abstract in english Two 38 and 53-year old male patients with unstable angina, whose hemodynamic study showed an isolated stenosis of the left coronary artery ostium, were submitted to a surgical angioplasty of the left main coronary artery (LMCA) with saphenous vein patch. At the end of the operation, the patients presented intermitent myocardial isquemia. One of them led to abrupt cardiogenic shock which reversed completely. The postoperative hemodynamic study demonstrated excellent left m (more) ain coronary artery patency and normal left ventricular . of LMCA has been proposed as an alternative technique to the treatment of ostial lesions, the surgical team should be prepared to face severe operative morbidity. The LMCA spasm has been considered as a possible etiology of that event.

Gerola, Luís Roberto; Eckert, Ivana Delamônica Freire; Sejópolis, José Alfredo; Najjar, Alberto; Scala, Luís Cesar N.; Fontes, Ronaldo D.

1997-09-01

51

Análise da respiração mitocondrial em tecido cerebral de gato após isquemia e reperfusão/ Analysis of mitochondrial respiration in brain cerebral tissue of cats after ischemia and reperfusion  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese INTRODUÇÃO: A isquemia cerebral é uma doença freqüente e de difícil tratamento médico. De particular interesse neurocirúrgico são as situações de vasoespasmo após hemorragia subaracnóidea, de oclusão temporária de vasos nas neurocirurgias e de tromboses de artérias intracranianas. A lesão cerebral resultante da isquemia depende da sua duração e pode ser agravada pela reperfusão do território isquêmico. Vários estudos clínicos e experimentais têm s (more) ido realizados para melhor entender esses fenômenos. OBJETIVO: Este trabalho visou a avaliação precoce dos efeitos da isquemia focal seguida da reperfusão no cérebro de gatos. MÉTODOS: A isquemia cerebral foi provocada por clipagem temporária da artéria cerebral média por tempos determinados com reperfusão durante 10 minutos, e avaliação foi efetuada através da análise da respiração mitocondrial no tecido isquemiado. Resultados - Houve redução significativa no consumo de O2 nas amostras de tecido cerebral isquemiado por 60 minutos, seguidos de 10 minutos de reperfusão, quando comparadas ao tecido cerebral contralateral (não isquemiado). CONCLUSÕES: Com base nos resultados obtidos, pode-se concluir que o tempo de duração da isquemia foi um fator determinante na alteração da respiração mitocondrial de gatos submetidos à isquemia e reperfusão de curta duração (alterações significativas apenas após 60 minutos de isquemia seguidos de 10 de reperfusão). Abstract in english OBJECTIVE: Brain ischemia is considered a disease difficult to be treated. Despite many other clinical situations, of particular interest for neurosurgery is its occurrence in cerebral vasoespam following subarachnoid hemorrhage, in temporary occlusion of intracranial vessels during neurosurgeries and, in intracranial arterial thrombosis. The cerebral lesion caused by isquemia is time-related and it can aggravated by the reperfusion of the ischemic site. Many clinical and (more) experimental studies have been perfomed aiming the better understanding of these phenomena. This study aimed to analyse the precocious effects of focal isquemia and reperfusion uppon the brain of cats. METHODS: Focal brain ischemia was performed by temporary clipping of the middle cerebral artery for determined times followed by reperfusion during 10 minutes. The effects of isquemia were assessed through mitochondrial respiration analysis in the ischemic tissue. RESULTS: The results showed a significant decrease in O2 consumption in samples of brain tissue submitted to 60 minutes of ischemia and 10 minutes of reperfusion when compared with not ischemic brain tissue, indicating compromising of the mitocondrial function. CONCLUSION: Based on the results we can conclude that time of ischemia was a determinant factor in the mitochondrial respiration alterations in brain tissue of cats submitted to ischemia and reperfusion of short duration (significant alterations observed only after 60 minutes of ischemia followed by 10 minutes of reperfusion).

Nakano, Hiroshi; Colli, Benedicto Oscar; Roselino, José Eduardo de Salles

2002-01-01

52

Análise da respiração mitocondrial em tecido cerebral de gato após isquemia e reperfusão Analysis of mitochondrial respiration in brain cerebral tissue of cats after ischemia and reperfusion  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available INTRODUÇÃO: A isquemia cerebral é uma doença freqüente e de difícil tratamento médico. De particular interesse neurocirúrgico são as situações de vasoespasmo após hemorragia subaracnóidea, de oclusão temporária de vasos nas neurocirurgias e de tromboses de artérias intracranianas. A lesão cerebral resultante da isquemia depende da sua duração e pode ser agravada pela reperfusão do território isquêmico. Vários estudos clínicos e experimentais têm sido realizados para melhor entender esses fenômenos. OBJETIVO: Este trabalho visou a avaliação precoce dos efeitos da isquemia focal seguida da reperfusão no cérebro de gatos. MÉTODOS: A isquemia cerebral foi provocada por clipagem temporária da artéria cerebral média por tempos determinados com reperfusão durante 10 minutos, e avaliação foi efetuada através da análise da respiração mitocondrial no tecido isquemiado. Resultados - Houve redução significativa no consumo de O2 nas amostras de tecido cerebral isquemiado por 60 minutos, seguidos de 10 minutos de reperfusão, quando comparadas ao tecido cerebral contralateral (não isquemiado). CONCLUSÕES: Com base nos resultados obtidos, pode-se concluir que o tempo de duração da isquemia foi um fator determinante na alteração da respiração mitocondrial de gatos submetidos à isquemia e reperfusão de curta duração (alterações significativas apenas após 60 minutos de isquemia seguidos de 10 de reperfusão).OBJECTIVE: Brain ischemia is considered a disease difficult to be treated. Despite many other clinical situations, of particular interest for neurosurgery is its occurrence in cerebral vasoespam following subarachnoid hemorrhage, in temporary occlusion of intracranial vessels during neurosurgeries and, in intracranial arterial thrombosis. The cerebral lesion caused by isquemia is time-related and it can aggravated by the reperfusion of the ischemic site. Many clinical and experimental studies have been perfomed aiming the better understanding of these phenomena. This study aimed to analyse the precocious effects of focal isquemia and reperfusion uppon the brain of cats. METHODS: Focal brain ischemia was performed by temporary clipping of the middle cerebral artery for determined times followed by reperfusion during 10 minutes. The effects of isquemia were assessed through mitochondrial respiration analysis in the ischemic tissue. RESULTS: The results showed a significant decrease in O2 consumption in samples of brain tissue submitted to 60 minutes of ischemia and 10 minutes of reperfusion when compared with not ischemic brain tissue, indicating compromising of the mitocondrial function. CONCLUSION: Based on the results we can conclude that time of ischemia was a determinant factor in the mitochondrial respiration alterations in brain tissue of cats submitted to ischemia and reperfusion of short duration (significant alterations observed only after 60 minutes of ischemia followed by 10 minutes of reperfusion).

Hiroshi Nakano; Benedicto Oscar Colli; José Eduardo de Salles Roselino

2002-01-01

53

Sistema de liberação prolongada a partir de comprimidos matriciais bioadesivos vaginais contendo metronidazol  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available A vaginose bacteriana é a mais comum das infecções do trato genital feminino. O metronidazol, droga de escolha no tratamento, possui boa resposta terapêutica, mas, devido à sua toxicidade após doses contínuas, tem sua capacidade de combate e reversão da doença limitada pela efemeridade do tratamento. Desenvolveu-se a forma farmacêutica comprimido matricial bioadesivo vaginal contendo metronidazol que levou em conta, tanto a redução das quantidades administradas da droga, quanto o uso de atributos que desfavoreçam a permanência da flora patógena no meio vaginal, como a liberação prolongada e a acentuada adesão da forma à mucosa. Foram obtidos durante o estudo três formulações chamadas de lotes de bancada (LB I, LB II e LB III) com variações quali-quantitativas dos excipientes utilizados. Nos LB I e LB II utilizou-se o hidropropilmetilcelulose e carbopol como constituintes da matriz, porém no LB III foi utilizado uma composição de hidropropilmetilcelulose, etilcelulose e carbopol. As formulações apresentaram resultados dentro das especificações frente aos testes físico-químicos habituais de acordo com a Farmacopéia brasileira. Os comprimidos LB I e LB II liberaram todo seu conteúdo após seis e 12 horas, respectivamente, a partir de matrizes de caráter notadamente adesivo e ao fim dos ensaios mantiveram-se na forma de pequena estrutura gelificada. Mesmo sob essas condições, e após 48 horas de ensaio, a formulação LB III não liberou todo seu conteúdo, pode-se levar em conta a mudança da natureza dos componentes da matriz assim como a necessidade de um desenvolvimento e validação de método mais específico para dissolução. Palavras-chave: Comprimidos matriciais, metronidazol, liberação prolongada.

A. Dias; J. L. Soares Sobrinho; L. C.C. Nunes; M. F. La Roca; M. S.S. Cunha Filho; P. J. Rolim Neto

2009-01-01

54

Effect of N-acetylcysteine on lung injury induced by skeletal muscle ischemia-reperfusion: histopathological study in rat model/ Efeito de N-acetilcisteína em dano pulmonar induzido por isquemia-reperfusão de músculo esquelético: estudo histopatólogico em modelo de rato  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese OBJETIVO: Investigar se N-acetilcisteína, neutralizador de radicais livres, tem efeito protetor contra dano pulmonar como um órgão remoto após isquemia-reperfusão de músculo esquelético. MÉTODOS: Vinte ratos machos Wistar, foram aleatóriamente distribuídos em dois grupos: grupo isquemia-reperfusão (grupo I) e grupo isquemia-reperfusão +N-acetilcisteína (grupo II). Todos os animais foram submetidos a duas horas de ischemia pela oclusão artéria femoral e 24 h (more) oras de reperfusão. Antes de ocluir a artéria femoral, foi administrado 250 IU de heparina pela veia jugular para prevenir coagulação. A N-acetilcisteína foi administrada por via intravenosa, na uma dose de 150 mgkg-1, imediatamente antes de reperfusão. Após 24 horas de reperfusão, os animais foram eutanasiados e o pulmão esquerdo foi removido para análise histológica em microscopia óptica. RESULTADOS: No grupo I, os tecidos mostraram alterações histológicas com edema e hemorragia intra-alveolar e infiltração neutrofílica. Houve diferença histopatológica significante (P = 0.005) entre os dois grupos. CONCLUSÃO: O tratamento com a N-acetilcisteína diminuiu significantemente o dano pulmonar induzido por isquemia-reperfusão de músculo esquelético. Abstract in english PURPOSE: To investigate whether N-acetylcysteine, a free radicals scavenger has a protective effect against lung injury as a remote organ after skeletal muscle ischemia-reperfusion. METHODS: Twenty Wistar male rats were divided randomly into two experimental groups: group ischemia-reperfusion (group I) and group ischemia-reperfusion + N-acetylcysteine (group II). All animals were undergone two hours of ischemia by occlusion femoral artery and 24h of reperfusion. Before cl (more) amped the femoral artery, 250 IU heparin was administered via the jugular vein to prevent clotting. Rats that were treated with N-acetylcysteine given IV at a dose of 150 mgkg-¹, immediately before reperfusion. After 24h of reperfusion, animals were euthanized and left lung harvested for histopathological analysis under light microscopy. RESULTS: In the group I, tissues showed histological changes with intra-alveolar edema, intra-alveolar hemorrhage and neutrophilic infiltration. Histopathologically, there was a significant difference (P = 0.005) between two groups. CONCLUSION: Administration of N-acetylcysteine treatment significantly decreased lung injury induced by skeletal muscle ischemia reperfusion according to histological findings.

Sotoudeh, Amir; Takhtfooladi, Mohammad Ashrafzadeh; Jahanshahi, Amirali; Asl, Adel Haghighi Khiabanian; Takhtfooladi, Hamed Ashrafzadeh; Khansari, Mohammadreza

2012-02-01

55

Isquemia miocárdica intermitente após angioplastia cirúrgica do tronco de coronária esquerda  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Dois pacientes do sexo masculino (38 e 53 anos) com angina instável, com estudo hemodinâmico revelando grave lesão de óstio de tronco de coronária esquerda (TCE), foram submetidos a angioplastia cirúrgica do TCE com patch de veia safena. Ao final da operação os pacientes apresentaram isquemia miocárdica intermitente, um deles com choque cardiogênico e, em ambos, reversão completa do quadro. O estudo hemodinâmico pós-operatório revelou adequada ampliação do TCE com função ventricular esquerda preservada nos dois pacientes. Embora a angioplastia cirúrgica do TCE seja uma alternativa técnica para os doentes com lesões ostiais, chamamos a atenção para esta grave morbidade operatória, tendo como uma das possíveis causas o espasmo do TCE.

Gerola Luís Roberto; Eckert Ivana Delamônica Freire; Sejópolis José Alfredo; Najjar Alberto; Scala Luís Cesar N.; Fontes Ronaldo D.

1997-01-01

56

Estratégia para individualizar uma dose eficiente de betabloqueador em pacientes idosos com isquemia miocárdica e função ventricular esquerda preservada  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available OBJETIVO: Avaliar estratégia de titulação para prescrever uma dose de propranolol que seria eficiente em reduzir isquemia do miocárdio em idosos. MÉTODOS: Foram estudados 14 homens idosos (73,6 ± 5,3 anos), portadores de doença coronariana estável, documentada pela cinecoronariografia, com resposta isquêmica ao teste ergométrico e função ventricular esquerda preservada. O propranolol foi titulado a fim de atingir redução de 15% na freqüência cardíaca, ao final da carga de 50 W (correspondente às atividades diárias normais de idosos), em testes ergométricos semanais e feito estudo cintilográfico sincronizado das câmaras cardíacas, em repouso e durante exercício, antes e após seu uso. RESULTADOS: As reduções da freqüência cardíaca na carga de 50 W e em repouso foram semelhantes (21% vs 20%; p=0,5100). O propranolol melhorou a duração do exercício (12,2 ± 2,0 min vs 13,1 ± 1,8 min; p=0,0313) e aboliu as alterações do segmento ST induzidas pelo exercício em 8 (57%) pacientes. Em repouso, a fração de ejeção não foi modificada pelo betabloqueador. Durante o exercício máximo, o propranolol reduziu o índice de volume sistólico final e aumentou a fração de ejeção. CONCLUSÃO: A estratégia de empregar betabloqueadores para reduzir a freqüência cardíaca em 15% na carga de 50 W é segura e benéfica nos idosos com isquemia miocárdica e função ventricular preservada. A dose utilizada reduziu a isquemia miocárdica e melhorou a tolerância ao exercício, sem prejudicar o desempenho ventricular durante exercício máximo.

Serro-Azul João Batista; Wajngarten Mauricio; Nussbacher Amit; Giorgi Maria C.; Meneghetti José C.; Oliveira Marco A. de; Abe Rubens; Dal Bó Creusa; Pierri Humberto; Gebara Otávio

2004-01-01

57

Fatores preditores independentes de ventilação mecânica prolongada em pacientes submetidos à cirurgia de revascularização miocárdica/ Independent predictors of prolonged mechanical ventilation after coronary artery bypass surgery  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese OBJETIVO: Determinar os fatores preditores independentes de ventilação mecânica prolongada em pacientes submetidos à cirurgia de revascularização miocárdica. MÉTODOS: Foram incluídos prospectivamente em um banco de dados eletrônico informações de pacientes submetidos ao procedimento de cirurgia de revascularização miocárdica no Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo, no período de julho de 2009 a julho de 2010. O total da amostra do estudo foi de (more) 2952 pacientes, dos quais 77 permaneceram em ventilação mecânica por mais de 48 horas. Os pacientes foram divididos em dois grupos, baseados na duração da ventilação mecânica, o grupo com ventilação prolongada e o grupo sem ventilação prolongada. RESULTADOS: Após os ajustes dos fatores de confusão foi realizada análise multivariada, que identificou os seguintes fatores como preditores independentes de ventilação mecânica prolongada: idade (OR 1,06 IC 95% 1,03-1,09; P Abstract in english OBJECTIVE: To determine independent predictors of prolonged mechanical ventilation in patients undergoing coronary artery bypass graft surgery. METHODS: Data of patients undergoing coronary artery bypass graft surgery were included prospectively from July 2009 to July 2010. All data were input into an electronic database. The resulting cohort included a total of 2952 patients of which 77 remained more than 48 hours on mechanical ventilation. Patients were divided into two (more) groups: 1) a prolonged ventilation group, needing mechanical ventilation for more than 48 hours and 2) not prolonged ventilation group, undergoing a successful extubation within 48 hours. RESULTS: After adjustment for confounding factors a multivariate analysis identified the following factors as independent predictors of prolonged mechanical ventilation: age (OR 1.06 95% CI 1.03 -1.09; P

Piotto, Raquel Ferrari; Ferreira, Fabricio Beltrame; Colósimo, Flávia Cortez; Silva, Gilmara Silveira da; Sousa, Alexandre Gonçalves de; Braile, Domingo Marcolino

2012-12-01

58

Alterações enzimáticas decorrentes de isquemia muscular esquelética em ratos  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Os autores estudaram as alterações enzimáticas [transaminase oxalo-acética (TGO), creatinofosfoquinase (CPK) e desidrogenase lática (LDH)] decorrentes de isquemia muscular esquelética em ratos submetidos à isquemia de membro inferior por 0, 2, 4 e 6 horas. Vinte e oito ratos Wistar foram divididos em 4 grupos: Grupo I (controle); e Grupos II, III, e IV (isquemia por 2, 4 e 6 horas, respectivamente). Após o período de isquemia, foi coletado sangue do plexo retrocular para análise laboratorial. Os valores obtidos (média±desvio padrão) para TGO nos Grupos I, II, III e IV foram, respectivamente: 20,14±6,76; 59,71±28,91; 88,28±11,17 e 123±52,65 U/l. Para CPK, os valores foram: 67,85±62,76; 203±108,71; 237,71±95,06 e 291,71±173,19 U/l. Para LDH, obteve-se: 334,14±117,13; 414,42±222,47; 526±234,75 e 427,57±273,58 U/l. Para análise estatística, utilizou-se o método de ANOVA, seguido do teste t de Bonferroni (p<0,05). Os níveis de TGO foram significativamente superiores nos grupos III e IV quando comparados ao controle. Para CPK, houve distinção significativa entre os grupos IV e I. Os níveis de LDH não se demonstraram estatisticamente diferentes entre os grupos. Os autores concluem que em períodos de isquemia por 2, 4 e 6 horas, a dosagem de LDH não se mostra um parâmetro útil na avaliação de dano muscular esquético. A TGO e CPK tiveram alterações significativas a partir de 4 e 6 horas, respectivamente, mostrando-se úteis na avaliação de isquemia muscular em ratos.

Ely Jorge Fonseca; Ely Pedro Bins; Webster Ronaldo Scholze; Pavelecini Michel; Lucas Márcio

2000-01-01

59

Estudo prospectivo comparativo de duas modalidades de posicionamento do sensor de phmetria esofágica prolongada: por manometria esofágica e pela viragem do Ph/ Comparative prospective study of two positioning modes of 24-hour esophageal pH monitoring: by esophageal manometry and by the pH step-up technique  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese RACIONAL: Por padronização aceita internacionalmente, posiciona-se o sensor distal de pHmetria esofágica a 5 cm acima da borda superior do esfíncter inferior do esôfago, localizado por manometria esofágica. Porém, vários autores sugerem técnicas alternativas de posicionamento que prescindem da manometria. Dentre essas, destaca-se a da viragem do pH, tema este controverso pela sua duvidosa confiabilidade. OBJETIVO: Avaliar a adequação do posicionamento do sensor (more) distal de pHmetria pela técnica de viragem do pH, considerando-se a presença, o tipo e o grau de erro de posicionamento que tal técnica proporciona, e também estudar a influência da posição adotada pelo paciente durante a técnica da viragem. MÉTODOS: Foram estudados de modo prospectivo, durante o período de 1 ano, 1.031 pacientes. Durante entrevista clínica, foram registrados os dados demográficos e as queixas clínicas apresentadas. Todos foram submetidos a manometria esofágica para localização do esfíncter inferior do esôfago e a técnica da viragem do pH. A identificação do ponto de viragem foi realizada de dois modos distintos, caracterizando dois grupos de estudo: com o paciente sentado (grupo I - 450 pacientes) e com o paciente em decúbito dorsal horizontal (grupo II - 581 pacientes). Após a identificação do ponto de viragem, o sensor distal de pHmetria era posicionado na posição padronizada, baseada na localização manométrica do esfíncter. Registrava-se onde seria posicionado o sensor de pH se fosse adotada a técnica da viragem. Para avaliação da adequação do posicionamento, considerou-se que o erro é representado pela diferença (em centímetros) entre a localização padronizada (manométrica) e a localização que seria adotada caso fosse empregada a técnica da viragem. Considerou-se que o erro seria grosseiro se fosse maior que 2 cm. Analisou-se também o tipo de erro mais freqüente (se acima ou abaixo da posição padronizada). Foram incluídos todos pacientes que aceitaram participar da pesquisa e excluídos os casos nos quais não se identificou acidificação intragástrica. RESULTADOS: Se fosse adotada a técnica da viragem, haveria erro no posicionamento do sensor em 945 pacientes (91,6%), portanto, o sensor seria posicionado na posição padronizada em apenas 86 (8,4%) casos. Em relação à caracterização do grau de erro, haveria erro considerado grosseiro em 597 (63,2%) pacientes. Em relação ao tipo de erro, o sensor seria posicionado abaixo do local padronizado em 857 (90,7%) casos. Não houve diferença significante entre os dois grupos de estudo em relação a nenhum dos parâmetros analisados, indicando que a posição adotada pelo paciente durante a manobra da viragem não interfere no erro inerente à técnica. CONCLUSÕES: 1. O posicionamento do sensor distal de pHmetria pela técnica da viragem do pH não é confiável. 2. A técnica da viragem proporciona margem de erro expressiva. 3. O tipo de erro mais comum que tal modalidade técnica proporciona é o posicionamento mais distal do sensor, que pode superestimar a ocorrência de refluxo. 4. Não há influência da posição adotada pelo paciente durante a realização da técnica da viragem do pH na eficiência do método. Abstract in english BACKGROUND: By internationally accepted standardization, the esophageal pH-meter distal sensor is positioned 5 cm above the superior border of the lower esophageal sphincter, identified by esophageal manometry. However, several authors suggest alternative positioning techniques that leave out the manometry; among such techniques, the pH step-up is the one to be pointed out. This subject is controversial; some publications state that the step-up technique is not reliable w (more) hile some others consider it reliable. AIMS: Considering the existent controversy and the small number of prospective works with suitable sample and methodology, we have idealized the present study, that aims the evaluation of the suitability of the pH-meter distal sensor

Nasi, Ary; Frare, Rita de Cássia; Brandão, Jeovana F.; Falcão, Ângela M.; Muchelsohn, Nelson H.; Sifrim, Daniel

2008-12-01

60

Estudo prospectivo comparativo de duas modalidades de posicionamento do sensor de phmetria esofágica prolongada: por manometria esofágica e pela viragem do Ph Comparative prospective study of two positioning modes of 24-hour esophageal pH monitoring: by esophageal manometry and by the pH step-up technique  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available RACIONAL: Por padronização aceita internacionalmente, posiciona-se o sensor distal de pHmetria esofágica a 5 cm acima da borda superior do esfíncter inferior do esôfago, localizado por manometria esofágica. Porém, vários autores sugerem técnicas alternativas de posicionamento que prescindem da manometria. Dentre essas, destaca-se a da viragem do pH, tema este controverso pela sua duvidosa confiabilidade. OBJETIVO: Avaliar a adequação do posicionamento do sensor distal de pHmetria pela técnica de viragem do pH, considerando-se a presença, o tipo e o grau de erro de posicionamento que tal técnica proporciona, e também estudar a influência da posição adotada pelo paciente durante a técnica da viragem. MÉTODOS: Foram estudados de modo prospectivo, durante o período de 1 ano, 1.031 pacientes. Durante entrevista clínica, foram registrados os dados demográficos e as queixas clínicas apresentadas. Todos foram submetidos a manometria esofágica para localização do esfíncter inferior do esôfago e a técnica da viragem do pH. A identificação do ponto de viragem foi realizada de dois modos distintos, caracterizando dois grupos de estudo: com o paciente sentado (grupo I - 450 pacientes) e com o paciente em decúbito dorsal horizontal (grupo II - 581 pacientes). Após a identificação do ponto de viragem, o sensor distal de pHmetria era posicionado na posição padronizada, baseada na localização manométrica do esfíncter. Registrava-se onde seria posicionado o sensor de pH se fosse adotada a técnica da viragem. Para avaliação da adequação do posicionamento, considerou-se que o erro é representado pela diferença (em centímetros) entre a localização padronizada (manométrica) e a localização que seria adotada caso fosse empregada a técnica da viragem. Considerou-se que o erro seria grosseiro se fosse maior que 2 cm. Analisou-se também o tipo de erro mais freqüente (se acima ou abaixo da posição padronizada). Foram incluídos todos pacientes que aceitaram participar da pesquisa e excluídos os casos nos quais não se identificou acidificação intragástrica. RESULTADOS: Se fosse adotada a técnica da viragem, haveria erro no posicionamento do sensor em 945 pacientes (91,6%), portanto, o sensor seria posicionado na posição padronizada em apenas 86 (8,4%) casos. Em relação à caracterização do grau de erro, haveria erro considerado grosseiro em 597 (63,2%) pacientes. Em relação ao tipo de erro, o sensor seria posicionado abaixo do local padronizado em 857 (90,7%) casos. Não houve diferença significante entre os dois grupos de estudo em relação a nenhum dos parâmetros analisados, indicando que a posição adotada pelo paciente durante a manobra da viragem não interfere no erro inerente à técnica. CONCLUSÕES: 1. O posicionamento do sensor distal de pHmetria pela técnica da viragem do pH não é confiável. 2. A técnica da viragem proporciona margem de erro expressiva. 3. O tipo de erro mais comum que tal modalidade técnica proporciona é o posicionamento mais distal do sensor, que pode superestimar a ocorrência de refluxo. 4. Não há influência da posição adotada pelo paciente durante a realização da técnica da viragem do pH na eficiência do método.BACKGROUND: By internationally accepted standardization, the esophageal pH-meter distal sensor is positioned 5 cm above the superior border of the lower esophageal sphincter, identified by esophageal manometry. However, several authors suggest alternative positioning techniques that leave out the manometry; among such techniques, the pH step-up is the one to be pointed out. This subject is controversial; some publications state that the step-up technique is not reliable while some others consider it reliable. AIMS: Considering the existent controversy and the small number of prospective works with suitable sample and methodology, we have idealized the present study, that aims the evaluation of the suitability of the pH-meter distal sensor positioning based on the step-up technique, by analyzing t

Ary Nasi; Rita de Cássia Frare; Jeovana F. Brandão; Ângela M. Falcão; Nelson H. Muchelsohn; Daniel Sifrim

2008-01-01

 
 
 
 
61

Uso do propofol (2,6 diisopropilfenol) como inibidor da lesão tecidual na isquemia e reperfusão mesentérica: estudo experimental em ratos Use of propofol (2,6 diisopropilphenol) as inhibitor of tissue lesion in mesenteric ischemia and reperfusion: experimental study in rats  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available OBJETIVO: Avaliar os efeitos do propofol como inibidor da lesão tecidual na isquemia e reperfusão mesentérica em ratos. MÉTODOS: Quarenta ratos Wistar foram submetidos à anestesia e laparotomia mediana. Obteve-se isquemia intestinal por falsa ligadura da artéria mesentérica cranial por trinta minutos. Após, reperfundiu-se por sessenta minutos. Metade dos animais receberam SF 0,9% 10 ml/Kg/hora (grupo controle) por via intravenosa; a outra metade recebeu propofol 20 mg/Kg/hora por mesma via (grupo propofol). Ao final, ressecou-se segmentos do intestino delgado para análise histológica. Avaliou-se os resultados pela classificação de CHIU et al 80 e procedeu-se o tratamento estatístico. RESULTADOS: No grupo controle encontrou-se 5 ratos com classificação grau 2; 8 com classificação grau 3; 3 com classificação grau 4 e 4 ratos com classificação grau 5. No grupo propofol encontrou-se 6 ratos com classificação grau 1; 11 com classificação grau 2 e 3 com classificação grau 3. Média de classificação 3,3 para o grupo controle e 1,85 para o grupo propofol. A variação dos dois grupos foi considerada estatisticamente significativa (P PURPOSE: Evaluate the effects of propofol as inhibitor of tissue lesion in mesenteric ischemia and reperfusion in rats. METHODS: Forty rats Wistar were submitted to anesthesia and middle laparotomy. Intestinal ischemia was obtained by false ligature of cranial mesenteric artery by thirty minutes. Then, the tissue was reperfused for sixty minutes. The half of the animals received physiologic solution 0,9% 10 ml/kg/h (control group) by intravenous infusion; the other half received propofol 20 mg/kg/h by same way (propofol group). At the end, a segment of intestine was taken for histologycal analysis. The results were analyzed in agreement with CHIU et al 80 classification and the statistical analysis was done. RESULTS: In the control group was founded 5 rats with classification grade 2; 8 with classification grade 3; 3 with classification grade 4 and 4 rats with grade. In the propofol group was found 6 rats with classification grade 1; 11 with classification grade 2 and 3 with classification grade 3. The classification media was 3,3 for control group and 1,85 for the propofol group. The variation in the two groups was considered statistically significant (P < 0,05). CONCLUSION: The propofol minimize the tissue lesion in mesenteric ischemia and reperfusion in rats.

Carlos Henrique Marques dos Santos; Otoni Moreira Gomes; José Carlos Dorsa Vieira Pontes; Luciana Nakao Odashiro Miiji; Eric Iasuji Higa

2003-01-01

62

CLORORPROMAZINA E FUNÇÃO MITOCONDRIAL NA ISQUEMIA-REPERFUSÃO RENAL/ CHLORPROMAZINE AND MITOCHONDRIAL FUNCTION IN KIDNEY ISCHEMIA-REPERFUSION  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese Introdução e objetivo - em transplante renal com doador cadáver, a função do enxerto depende da manutenção da integridade celular e subcelular, principalmente mitocondrial. Neste estudo o objetivo foi analisar a função mitocondrial do rins submetidos a período prolongado de isquemia fria, seguido de reperfusão por uma hora, empregando-se, ou não, a clorpromazina previamente à isquemia. Métodos - utilizando autotransplante renal em cães, subdivididos em dois (more) grupos, foram extraidas mitocôndrias de rins submetidos à isquemia fria de 48 horas, seguida de 1 hora de reperfusão pós-transplante. Um grupo recebeu clorpromazina antes da nefrectomia. A análise da fosforilação oxidativa e do intumescimento osmótico ("swelling") mitocôndrial foi comparada com dados obtidos de rins normais, sem isquemia. Resultados - Os dados obtidos para o estado III e IV da respiração não mostraram diferença significativa entre os grupos experimentais. A primeira fase do "swelling" ocorreu em tempo semelhante em todos os grupos experimentais. Durante a reversão, os grupos I e II se comportaram de maneira estatisticamente semelhante, com frações de reversão de 57%, e 68%, respectivamente, valores significativamente menores que os obtidos para o grupo normal (99%) (grupo I: p = 0,0374 e grupo II: p = 0,0221). Discussão - é conhecida a ação protetora da clorpromazina na isquemia renal normotérmica. Entretanto, os dados aqui obtidos mostram que após 48 horas de isquemia fria, o grupo II (clorpromazina) comportou-se de maneira semelhante ao grupo I (hipotermia isolada) tanto no estudo da fosforilação oxidativa, quanto no "swelling", embora os valores apresentem tendência a serem maiores no grupo II. Isto pode ser devido a alguns fatores, como: 1) a clorpromazina possui efeito protetor mínimo quando o tempo de isquemia é prolongado; 2) seu efeito pode ser afetado ou sua ação protetora sobreposta àquela imposta pela hipotermia; 3) tempo de reperfusão curto para manifestação de seus efeitos. Abstract in english The purpose of this study was to evaluate the function of mitochondria obtained from kidneys submmited to 48 hours of cold ischemia followed by 1 hour of reperfusion, with and without the use of chlorpromazine. Sixteen adult mongrel dogs were submitted to unilateral nephrectomy. In 13 animals the kidney was then perfused with Euro-Collins solution and preserved during 48-hours in cold solution. After that time auto-transplantation was performed. Reperfusion time was 1 hou (more) r. After that, the transplanted kidney was taken out and samples were obtained for mitochondrial evaluation. The animals were divided into 3 groups: group N - control without ischemia (3 animals); group I - hypothermia (6 animals); group II - hypothermia + IV injection of 2 mg/Kg of chlorpromazine 15 minutes before nephrectomy. The results of mitochondrial phosphorilation and swelling showed no statistical differences. However, group II animals showed higher values during the reversion phase of the swelling. Chlorpromazine action on mitochondrial function has been previously described, providing better mitochondria recovering from ischemic lesion. The results obtained in this study may be related to the short reperfusion time, or we can argue that chlorpromazine has no protection after prolonged ischemic time, or chlorpromazine action may be masqueraded by hypothermia.

Netto, JMB; Tucci Jr, S; Cologna, AJ; Suaid, HJ; Martins, ACP; Molina, CAF; Roselino, JES

2001-01-01

63

Modelo experimental de isquemia: reperfusão intestinal por clampeamento de aorta abdominal em ratos Wistar Experimental model of mesenteric ischemia: reperfusion by abdominal aorta clamping in Wistar rats  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available OBJETIVO: desenvolver um modelo experimental de isquemia global normotérmica transitória capaz de demonstrar os tempos de isquemia e reperfusão necessários para desenvolvimento de lesão de isquemia/reperfusão em intestinos delgados de ratos Wistar através clampeamento de aorta abdominal suprarrenal. MÉTODOS: Vinte ratos Wistar adultos machos, pesando entre 250 e 350g, foram distribuídos aleatoriamente em cinco grupos, com quatro ratos cada, e submetidos a tempos crescentes de isquemia (0 - 30 - 45 - 60 - 90 minutos). Dentro de cada grupo, à exceção do grupo controle, dois ratos foram submetidos à 60 minutos de reperfusão e dois à 90 minutos. Após os procedimentos, procedeu-se análise histológica através de medição de áreas de necrose. RESULTADOS: O grau de necrose intestinal variou de 15 a 54% (p=0,0004). Houve tendência de aumento progressivo no grau de lesão relacionado ao aumento no tempo de isquemia, contudo, os maiores graus de lesão foram observados nos menores tempos de reperfusão. A análise do coeficiente de variação de necrose entre os dez grupos de isquemia/reperfusão demonstrou diferença estatisticamente significante em 15 postos, sendo 13 relacionados ao grupo controle. CONCLUSÃO: O modelo foi capaz de demonstrar os tempos necessários para que ocorra lesão de isquemia/reperfusão intestinal através de clampeamento aórtico e poderá servir como base para facilitar o desenvolvimento de estudos voltados para a compreensão deste tipo de lesão.OBJECTIVE: To develop an experimental model of global normothermic ischemia able to demonstrate the transient ischemia and reperfusion periods required for development of ischemia/reperfusion injury in the small intestines of Wistar rats by clamping the abdominal aorta. METHODS: Twenty adult male Wistar rats weighing 250-350g were randomly divided into five groups with four rats each and submitted to increasing times of ischemia (0 - 30 - 45 - 60 - 90 minutes). Within each group, except the control one, two rats underwent 60 minutes of reperfusion and two 90 minutes. After the procedures, histological analysis was conducted by measurement of areas of necrosis. RESULTS: The degree of intestinal necrosis ranged from 15% to 54% (p = 0.0004). There was progressive increase in the degree of injury related to increase in ischemic time. However, greater degrees of injury were observed in the lowest times of reperfusion. The analysis of the coefficient of variation of necrosis among the ten groups of ischemia/reperfusion showed a statistically significant difference in 15 areas, 13 related to the control group. CONCLUSION: The model was able to show the periods required for the occurrence of ischemia/reperfusion injury by aortic clamping and can serve as a basis to facilitate the development of studies that aim at understanding this kind of injury.

Bruno da Costa Rocha; Rogério Rafael da Silva Mendes; Gabriel Varjão Lima; Gabriel de Souza Albuquerque; Lucas Lacerda Araújo; Mateus Neves da Silva de Jesus; Washington Luís Conrado dos Santos; Mário Castro Carreiro

2012-01-01

64

Efeito renoprotetor da estatina: modelo animal de isquemia-reperfusão/ Renoprotective effect of statin: a ischemia-reperfusion animal model  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese OBJETIVO: A lesão renal aguda isquêmica, de causa multifatorial, apresenta morbidade e mortalidade alarmantes. A estatina, inibidor de HMG-CoA redutase, tem demonstrado papel renoprotetor, com componente antioxidante, antiinflamatório e vascular. A atividade de heme oxigenase-1 pode ser mediadora desses efeitos pleitrópicos da estatina sobre o rim, ou seja, independente da ação de redução de lipídio. Esse estudo visou avaliar se o efeito renoprotetor da estatina (more) pode ter mecanismo heme de proteção em ratos. MÉTODOS: O modelo isquêmico foi obtido por meio do clampeamento dos pedículos renais bilaterais por 30 minutos, seguido de reperfusão. Foram utilizados ratos Wistar, machos, pesando entre 250-300g, distribuídos nos seguintes grupos: SHAM (controle, sem clampeamento renal); Isquemia; Iquemia+Estatina (sinvastatina 0,5 mg/kg, via oral por 3 dias); Isquemia+Hemin (indutor de HO-1, 1 mg/100g, intraperitoneal 24h antes da cirurgia); Isquemia+SnPP (inibidor de HO-1, 2?mol/kg intraperitoneal 24h antes da cirurgia); Isquemia+Estatina+Hemin e Isquemia+Estatina+SnPP. Foram avaliados a função renal (clearance de creatinina, Jaffé), osmolalidade urinária, peróxidos urinários e a imunohistoquímica para ED-1. RESULTADOS: Os resultados mostraram que a estatina melhorou a função renal, a osmolalidade urinária, reduziu a excreção de peróxidos urinários e a infiltração de macrófagos em rins de animais submetidos à isquemia renal. O indutor da heme oxigenase-1 e a sua associação com sinvastatina reproduziram o padrão de melhora determinado pela sinvastatina. CONCLUSÃO: O estudo confirmou o efeito renoprotetor da estatina, com ação antioxidante e antiinflamatória, e sugere que esse efeito tenha interface com o sistema heme de proteção renal. Abstract in english OBJECTIVE: Ischemic acute kidney injury (iLRA), with multifatorial cause, presents alarming morbidity and mortality. Statin, HMG-CoA inhibition reductase has shown a renoprotective effect, with antioxidant, antiinflamatory and vascular actions. The heme oxygenase-1 (HO-1) can be involved in these pleitropic effects of statin on the renal function. This study was performed in order to evaluate if the renoprotective effect of the statin is a heme mechanism of protection in (more) rats. METHODS: The ischemic model was reproduced by through clamping the bilateral renal pedicles for 30 minutes followed by reperfusion. Adult Wistar rats, weighting from 250-300g, were divided into the following groups: SHAM (control); Ischemia (30 minutes renal ischemia); Ischemia+Statin (sinvastatin 0.5mg/kg,orally (v.o.) for 3 days); Ischemia+Hemin (Hemin, 1.0mg/100g, intraperitoneal (i.p.), 24 hours before surgery); Ischemia+SnPP (SnPP 2?mol/kg, i.p., 24 hours before surgery ); Ischemia+Statin+Hemin; Ischemia+Statin+SnPP. RF (clearance of creatinine, Jaffé method), urinary peroxides (UP), urinary osmolality (UO) and immunohistochemical for ED-1 were evaluated. RESULTS: Results showed that sinvastatin ameliorated RF, urinary osmolality, reduced the UP excrection and the macrophage infiltration in rats submitted to renal ischemia. The inducer of HO-1 and its association with sinvastatin induced a similar pattern of improvement of renal function. CONCLUSION: the study confirmed the renoprotective effect of the statins on renal function, with antioxidant and antiinflamatory actions, and it suggests that this effect can have an interface with the heme system of renal protection.

Teshima, Claudia Akemi Shibuya; Watanabe, Mirian; Nakamura, Sandra Hideko; Vattimo, Maria de Fátima Fernandes

2010-09-01

65

Repercussões pulmonares após isquemia hepática parcial e reperfusão: modelo experimental/ Pulmonary effects after partial liver ischemia and reperfusion: experimental model  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese OBJETIVO: Descrever um modelo experimental de lesão de isquemia/reperfusão hepática com manifestações sistêmicas, representadas pelo envolvimento pulmonar, que possa ser utilizado por aqueles que pretendem compreender esse fenômeno. MÉTODOS: Ratos Wistar machos (200-250g) foram usados. Quatorze foram alocados em dois grupos, sendo G1 com oito submetidos somente à laparotomia e G2, seis à isquemia e reperfusão hepática. As funções hepática (aminotransferases (more) séricas, respiração mitocondrial, histologia) e pulmonar (teste do azul de Evans) foram analisadas. RESULTADOS: houve diferença estatística significativa entre G1 e G2 ao se comparar valores de AST (24,3 ± 108 e 5406 ± 2263), ALT (88,5 ± 28,5 e 5169 ± 2690), razão de controle respiratório (3,41 ± 0,17 e 1,91 ± 0,55) e relação ADP/O (1,93 ± 0,03 e 1,45 ± 0,27), lesões histológicas (necrose, células inflamatórias, hemorragia, microesteatose) e teste do azul de Evans (194,31 ± 53 e 491,8 ± 141). CONCLUSÃO: O modelo mostrou-se útil para o estudo de lesão de isquemia/reperfusão hepática. Abstract in english OBJECTIVE: To describe an experimental model of hepatic ischemia/reperfusion injury with systemic manifestations, represented by pulmonary involvement, which may be used by those who intend to comprehend this phenomenon. METHODS: Fourteen Male Wistar rats (200-250g) were allocated to two groups, G1 with eight rats submitted only to laparotomy and G2, six rats submitted to hepatic ischemia and reperfusion. Hepatic (serum aminotransferases, mitochondrial respiration, histol (more) ogy) and pulmonary (Evans blue test) functions were analyzed. RESULTS: There was a statistically significant difference (p

Canedo, Leonardo Fernandes; Lima, Gabriel Varjão; Machado, Marcel Cerqueira César

2012-06-01

66

Value of diagnostic tools for myocardial ischemia used in routine clinical practice to predict cardiac events in patients with type 2 diabetes mellitus: a prospective study/ Valor dos procedimentos diagnósticos para isquemia miocárdica usados na prática clínica de rotina para predição de eventos cardíacos em pacientes com diabetes mellitus tipo 2: um estudo prospectivo  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese OBJETIVO: Analisar os testes usados na prática clínica de rotina para diagnóstico de isquemia miocárdica na predição do desenvolvimento de eventos cardíacos em pacientes com diabetes mellitus tipo 2 (DM2). MÉTODOS: A ocorrência de eventos cardíacos (novo infarto do miocárdio [IM], procedimentos de re-vascularização miocárdica, insuficiência cardíaca congestiva, edema agudo de pulmão, morte súbita e morte após IM ou edema pulmonar) foi avaliada prospecti (more) vamente em uma coorte de 135 pacientes com DM2 após até 7 anos de acompanhamento. Na condição basal, a doença arterial coronariana (DAC) foi avaliada pelo questionário cardiovascular da OMS, eletrocardiograma de repouso e cintilografia do miocárdio sob stress. RESULTADOS: 48 eventos cardíacos foram observados em 41 pacientes (10,5 eventos/100 pacientes-ano). No modelo de risco proporcional de Cox apenas a presença de sintomas de DAC no questionário cardiovascular da OMS isoladamente (RR= 2,13, 95% CI 1,11­4,07, P= 0,022) ou em combinação com anormalidades no ECG de repouso (RR= 2,03, 95% CI 1,05­3,92, P= 0,034) ou cintilografia do miocárdio (RR= 1,89, 95% CI 1,001­3,57, P= 0,050) predisseram eventos cardíacos, ajustados para a glicemia de jejum, pressão arterial média, índice de massa corporal, doença vascular periférica e nefropatia diabética. CONCLUSÃO: O questionário cardiovascular da OMS, um procedimento simples para o diagnóstico da DAC, é um preditor significativo de eventos cardíacos em pacientes com DM2. Abstract in english OBJECTIVE: To analyze tests used in routine clinical practice for the diagnosis of myocardial ischemia to predict the development of cardiac events in type 2 diabetic patients. METHODS: The occurrence of cardiac events (new myocardial infarct, myocardial re-vascularization procedures, congestive heart failure, acute pulmonary edema, sudden death, and death after myocardial infarction or pulmonary edema) were prospectively assessed in a cohort of 135 type 2 diabetic patien (more) ts after up to seven years of follow-up. At baseline, coronary artery disease was assessed by the WHO cardiovascular questionnaire, resting electrocardiogram, and stress myocardial scintigraphy. RESULTS: Forty-eight cardiac events were observed in 41 patients (10.5 events/100 patients-year). In a Cox's proportional-hazard model only the presence of symptoms of coronary artery disease on the WHO cardiovascular questionnaire alone (RR= 2.13, 95% CI 1.11­4.07, P= 0.022) or in combination with abnormalities on resting ECG (RR= 2.03, 95% CI 1.05­3.92, P= 0.034) or on myocardial scintigraphy (RR= 1.89, 95% CI 1.001­3.57, P= 0.050) predicted cardiac events, adjusted for fasting plasma glucose, mean blood pressure, body mass index, peripheral vascular disease and diabetic nephropathy. CONCLUSION: The WHO cardiovascular questionnaire, a simple tool for the diagnosis of coronary artery disease, is a significant predictor of cardiac events in type 2 diabetic patients.

Azevedo, Mirela J. de; R. Neto, André F.; Caramori, Maria Luiza A.; Beck, Maristela O.; Moreira, Juliano S.R.; Ludwig, Roberto; Gross, Jorge L.

2006-02-01

67

Doença arterial coronariana em diabéticas do tipo 2 assintomáticas: estudo comparativo entre o teste ergométrico, o teste cardiopulmonar e a cintilografia de perfusão miocárdica com dipiridamol na identificação de isquemia/ Coronary artery disease in asymptomatic type-2 diabetic women: a comparative study between exercise test, cardiopulmonary exercise test, and dipyridamole myocardial perfusion scintigraphy in the identification of ischemia  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese FUNDAMENTO: A doença cardiovascular é a principal causa de morbi-mortalidade nos diabéticos. A isquemia do miocárdio é freqüentemente assintomática levando ao diagnóstico tardio e pior prognóstico. Sabe-se que a mulher diabética tem risco de morte cardiovascular maior em relação ao sexo masculino. OBJETIVO: Avaliar a prevalência de doença arterial coronariana (DAC) em diabéticas assintomáticas. Comparar os resultados do teste ergométrico (TE), do teste ca (more) rdiopulmonar (TCP) e da cintilografia do miocárdio sob estímulo farmacológico com dipiridamol (CM) com os achados da cinecoronariografia (CINE) verificando o método de maior acurácia na identificação de DAC significativa. MÉTODOS: Foram avaliadas 104 diabéticas que realizaram TE, TCP e CM no período de dois meses da CINE. As cintilografias com MIBI-99mTc foram realizadas pela técnica de gated-SPECT. A análise estatística foi realizada pelos testes x² de Pearson e t de Student, sendo realizada, ainda, análise de regressão logística. RESULTADOS: A prevalência de DAC no grupo estudado foi de 32,7%. No TE, o teste eficaz (p=0,045), a incompetência cronotrópica (p=0,031) e o tempo de esforço realizado (p=0,022) apresentaram associação significativa com DAC. No TCP, o VO2pico e a FC atingida apresentaram associação com DAC (p=0,004 e p=0,025). A maioria das variáveis da CM mostrou importante associação com DAC (todas com p=0,001). CONCLUSÃO: Os resultados obtidos sugerem elevada prevalência de DAC em pacientes diabéticas assintomáticas, devendo ser essa uma população investigada do ponto de vista cardiovascular. Dos métodos diagnósticos não-invasivos que foram empregados, o que mostrou ter maior poder de discriminação em relação às portadoras de DAC foi a CM com dipiridamol. Abstract in english BACKGROUND: Cardiovascular disease is the leading cause of morbidity and mortality among diabetic individuals. Myocardial ischemia is frequently asymptomatic, thus leading to a late diagnosis and worse prognosis. Diabetic women are known to have a cardiovascular death risk higher than that in men. OBJECTIVE: To assess the prevalence of coronary artery disease (CAD) in asymptomatic diabetic women. To compare the results of exercise test (ET), cardiopulmonary exercise test (more) (CPET), and dipyridamole myocardial perfusion scintigraphy (MPS) with the findings of coronary angiography, (ANGI) in order of identify the most accurate method in the detection of significant CAD. METHODS: A total of 104 diabetic women were assessed with ET, CPET and MPS in the period within two months from the ANGI. MIBI-99mTc scintigraphy was performed using the gated-SPECT technique. Pearson's chi-square, Student's t tests were used for the statistical analysis and also the logistic regression analysis. RESULTS: The prevalence of CAD in the group studied was 32.7%. For the ET, an effective test (p=0.045), the chronotropic incompetence (p=0.031), and the exercise time performed (p=0.022) showed a significant association with DAC. For CPET, peak VO2 and HR achieved were associated with CAD (p=0.004 and p=0.025, respectively). Most of the MPS variables showed a significant association with CAD (p=0.001, for all). CONCLUSION: The results obtained may suggest a high prevalence of CAD in diabetic women. Thus, this population should be investigated from the cardiovascular point of view even without cardiac symptom. Of the noninvasive diagnostic methods used, dipyridamole MPS was the one that showed the highest discrimination power in relation to diabetic women with CAD.

Smanio, Paola Emanuela Poggio; Carvalho, Antonio Carlos; Tebexreni, Antonio Sergio; Thom, Anneliese; Rodrigues, Filadelfo; Meneghelo, Romeu; Mastrocolla, Luiz; Alves, Alexandre; Piegas, Leopoldo Soares; Paola, Angelo Amato de

2007-11-01

68

Doença arterial coronariana em diabéticas do tipo 2 assintomáticas: estudo comparativo entre o teste ergométrico, o teste cardiopulmonar e a cintilografia de perfusão miocárdica com dipiridamol na identificação de isquemia Coronary artery disease in asymptomatic type-2 diabetic women: a comparative study between exercise test, cardiopulmonary exercise test, and dipyridamole myocardial perfusion scintigraphy in the identification of ischemia  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available FUNDAMENTO: A doença cardiovascular é a principal causa de morbi-mortalidade nos diabéticos. A isquemia do miocárdio é freqüentemente assintomática levando ao diagnóstico tardio e pior prognóstico. Sabe-se que a mulher diabética tem risco de morte cardiovascular maior em relação ao sexo masculino. OBJETIVO: Avaliar a prevalência de doença arterial coronariana (DAC) em diabéticas assintomáticas. Comparar os resultados do teste ergométrico (TE), do teste cardiopulmonar (TCP) e da cintilografia do miocárdio sob estímulo farmacológico com dipiridamol (CM) com os achados da cinecoronariografia (CINE) verificando o método de maior acurácia na identificação de DAC significativa. MÉTODOS: Foram avaliadas 104 diabéticas que realizaram TE, TCP e CM no período de dois meses da CINE. As cintilografias com MIBI-99mTc foram realizadas pela técnica de gated-SPECT. A análise estatística foi realizada pelos testes x² de Pearson e t de Student, sendo realizada, ainda, análise de regressão logística. RESULTADOS: A prevalência de DAC no grupo estudado foi de 32,7%. No TE, o teste eficaz (p=0,045), a incompetência cronotrópica (p=0,031) e o tempo de esforço realizado (p=0,022) apresentaram associação significativa com DAC. No TCP, o VO2pico e a FC atingida apresentaram associação com DAC (p=0,004 e p=0,025). A maioria das variáveis da CM mostrou importante associação com DAC (todas com p=0,001). CONCLUSÃO: Os resultados obtidos sugerem elevada prevalência de DAC em pacientes diabéticas assintomáticas, devendo ser essa uma população investigada do ponto de vista cardiovascular. Dos métodos diagnósticos não-invasivos que foram empregados, o que mostrou ter maior poder de discriminação em relação às portadoras de DAC foi a CM com dipiridamol.BACKGROUND: Cardiovascular disease is the leading cause of morbidity and mortality among diabetic individuals. Myocardial ischemia is frequently asymptomatic, thus leading to a late diagnosis and worse prognosis. Diabetic women are known to have a cardiovascular death risk higher than that in men. OBJECTIVE: To assess the prevalence of coronary artery disease (CAD) in asymptomatic diabetic women. To compare the results of exercise test (ET), cardiopulmonary exercise test (CPET), and dipyridamole myocardial perfusion scintigraphy (MPS) with the findings of coronary angiography, (ANGI) in order of identify the most accurate method in the detection of significant CAD. METHODS: A total of 104 diabetic women were assessed with ET, CPET and MPS in the period within two months from the ANGI. MIBI-99mTc scintigraphy was performed using the gated-SPECT technique. Pearson's chi-square, Student's t tests were used for the statistical analysis and also the logistic regression analysis. RESULTS: The prevalence of CAD in the group studied was 32.7%. For the ET, an effective test (p=0.045), the chronotropic incompetence (p=0.031), and the exercise time performed (p=0.022) showed a significant association with DAC. For CPET, peak VO2 and HR achieved were associated with CAD (p=0.004 and p=0.025, respectively). Most of the MPS variables showed a significant association with CAD (p=0.001, for all). CONCLUSION: The results obtained may suggest a high prevalence of CAD in diabetic women. Thus, this population should be investigated from the cardiovascular point of view even without cardiac symptom. Of the noninvasive diagnostic methods used, dipyridamole MPS was the one that showed the highest discrimination power in relation to diabetic women with CAD.

Paola Emanuela Poggio Smanio; Antonio Carlos Carvalho; Antonio Sergio Tebexreni; Anneliese Thom; Filadelfo Rodrigues; Romeu Meneghelo; Luiz Mastrocolla; Alexandre Alves; Leopoldo Soares Piegas; Angelo Amato de Paola

2007-01-01

69

Antioxidantes enterais em lesões de isquemia e reperfusão em ratos Enteral antioxidants in ischemia/reperfusion injuries in rats  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o papel do pré-tratamento com antioxidantes dietéticos em um modelo experimental de lesão intestinal de isquemia-reperfusão (I/R) em ratos. MÉTODOS: Noventa ratos Wistar adultos machos foram utilizados. Um segmento intestinal foi isolado baseado em seu pedículo vascular. Uma biópsia controle foi realizada e o pedículo foi seccionado e anastomosado novamente, garantindo um tempo de isquemia de 60 minutos, seguido por reperfusão. Biópsias sequenciais foram realizadas ao término do período isquêmico e a cada 15 minutos, durante a reperfusão. O tratamento consistiu de solução salina ou vitamina C ou vitamina E ou a associação destas. Avaliações quantitativa e qualitativa das biópsias foram realizadas. RESULTADOS: Os grupos tratados com vitamina E isolada ou associada com vitamina C apresentaram uma atenuação estatisticamente significativa da lesão de isquemia-reperfusão, com diminuição da perda de altura dos vilos e menor infiltração neutrofílica ao final do estudo quando comparados ao grupo controle e vitamina C exclusiva. CONCLUSÃO: Neste modelo experimental de isquemia-reperfusão, o pré-tratamento com vitamina E atenuou a lesão de I/R no intestino delgado, demonstrado pela diminuição da perda de altura dos vilos e pela atenuação da infiltração neutrofílica.OBJECTIVE: To evaluate the role of pre-treatment with dietary antioxidants in an experimental model of intestinal injury of ischemia-reperfusion (I/R) in rats. METHODS: Ninety adult male Wistar rats were used. An intestinal segment was isolated based on its vascular pedicle. A control biopsy was performed and the pedicle was sectioned and sutured again, ensuring a time of 60 minutes of ischemia followed by reperfusion. Sequential biopsies were performed at the end of the ischemic period and every 15 minutes during reperfusion. The treatment consisted of saline, vitamin C, vitamin E or a combination of the latter two. Quantitative and qualitative assessments of the biopsies were performed. RESULTS: The groups treated with vitamin E alone or vitamin E combined with vitamin C showed a statistically significant attenuation of ischemia-reperfusion, with reduced loss of height of the villi and lower neutrophilic infiltration at the end of the study when compared to the control and vitamin C-exclusive groups. CONCLUSION: In this experimental model of ischemia-reperfusion, pre-treatment with vitamin E attenuated the I/R injury in the small intestine of Rats, demonstrated by reduced loss of height of the villi and the attenuation of neutrophil infiltration.

Hugo Fontan Köhler; Iara Maria Silva Delucca; Lourenço Sbragia Neto

2011-01-01

70

ISQUEMIA MESENTERICA AGUDA: EVALUACION CON TOMOGRAFIA COMPUTADA MULTIDETECTOR  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Las distintas variantes de isquemia mesentérica aguda constituyen un grupo de patologías con alta morbimortalidad. Suelen ser de difícil diagnóstico clínico, lo que frecuentemente deriva en un retraso en el tratamiento quirúrgico. La tomografía computada mutidetector ha surgido como una herramienta de gran utilidad en la detección de la isquemia intestinal y de la patología vascular causal. Se discute la fisiopatología del daño isquémico mesentérico, el espectro de alteraciones posibles del intestino delgado, peritoneo y vasculatura abdominal según la etiología, y se revisarán los parámetros para optimizar el estudio tomográfico en la evaluación de esta patologíaAcute mesenteric ischemia encompasses a group of diseases with a high morbidity and mortality. Surgical treatment is frequently delayed due to difficulties in making a prompt clinical diagnosis. Mutislice computed tomography has emerged as a useful tool in the detection of intestinal ischemia and the spectrum of vascular pathology that produce it. The physiopathologic basis of intestinal ischemic damage, the spectrum of bowel, peritoneal and vascular findings as well as optimization of the computed tomography technique are discussed

Alvaro Huete G

2006-01-01

71

Avaliação da isquemia cerebral focal induzida pela oclusão da artéria cerebral média e a ação neuroprotetora do cetoprofeno em ratos/ Focal cerebral ischaemia induced by middle cerebral artery occlusion and the neuroprotective effect of ketoprofen in rats  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese A isquemia cerebral é fenômeno eventualmente observado durante procedimentos neurocirúrgicos e em patologias clínicas resultando em déficits neurológicos incapacitantes ou mesmo na morte. Por tratar-se de problema grave e de difícil solução, vários estudos têm sido efetuados com o objetivo de elucidar os mecanismos do fenômeno isquêmico no sistema nervoso central (SNC) e abolir ou diminuir seus efeitos através das drogas que protegem os neurônios (neuroprot (more) etoras). Vários neurotransmissores estão envolvidos na isquemia e entre eles o glutamato destaca-se pela sua maior concentração no SNC. O objetivo deste estudo foi avaliar a isquemia cerebral focal em ratos através da dosagem do glutamato e dos achados morfológicos em uma evolução temporal e demonstrar uma possível ação neuroprotetora do cetoprofeno. Foram utilizados 36 ratos Wistar, subdivididos em 4 grupos: um grupo controle e outro sham; e outros dois em que os animais foram submetidos a isquemia pela oclusão seletiva da artéria cerebral média por um fio obstrutor durante 15, 30 e 45 minutos. Os animais de um destes grupos foram tratados com cetoprofeno 15 minutos antes da isquemia. A isquemia foi avaliada através de estudo histopatológico e da dosagem do glutamato extracelular in vitro. A análise morfológica mostrou não haver diferenças entre os animais normais e do grupo sham. Nos animais submetidos a isquemia, as alterações apareceram aos 30 minutos e acentuaram-se aos 45. Os principais achados foram edema intersticial, desorganização cromatínica, vacuolização e desintegração nuclear. Os animais tratados com cetoprofeno apresentaram alterações semelhantes, porém menos intensas. Reduções nas dosagens in vitro do glutamato extracelular no córtex parietal dos animais submetidos a isquemia iniciaram-se a partir dos 30 minutos e acentuaram-se aos 45 e foram semelhantes nos animais com ou sem tratamento com cetoprofeno, indicando que esta droga parece não interferir com o metabolismo do glutamato na sinapse. Os achados histopatológicos no córtex parietal dos animais submetidos a isquemia , tratados ou não previamente com cetoprofeno, sugerem que esta droga tem um efeito neuroprotetor. Abstract in english Cerebral ischaemia is eventualy observed during neurosurgical procedures and in several clinical entities that may cause severe neurological deficits and even death. Because it is a severe and complex problem, several studies have been done aiming to elucidate the mechanisms of the ischemic phenomenon and aiming to abolish or to diminish its effects, using drugs that protect the neurons from ischaemia-induced damage. Several neurotransmitters play a role in cerebral ischa (more) emia with emphasis to glutamate by its high concentration in the central nervous system. The purpose of this study was to evaluate the effect of focal cerebral ischaemia in the rat through the dosage of the glutamate and morphological findings, and to evaluate a possible protective effect of the ketoprofen to ischemic neurons. Thirty-six rats Wistar were divided into four groups. The first was a control group, the second a sham group and the animals of the third and fourth groups were submitted to induced cerebral ischaemia through selective obstruction of the midlle cerebral artery during 15, 30 and 45 minutes. Animals of the fourth group were previously treated with ketoprofen 15 minutes before the ischaemia. The ischaemia was evaluated through the histopathological examination and through dosage of the extracellular glutamate in vitro. The histopathological examination showed that there was no difference between the animals of the control and of the sham groups. In the animals submitted to ischemia histopathological alterations appeared at 30 minutes and become more intense at 45 minutes of ischaemia. The main findings were interstitial edema, chromatinic disorganization, vacuolization and nuclear desintegration. The animals treated with ketoprofen showed similar alterations, but they wer

DIAS, LUIZ ANTONIO ARAUJO; COLLI, BENEDICTO OSCAR; COUTINHO NETTO, JOAQUIM; LACHAT, JOÃO JOSÉ

2000-12-01

72

Avaliação da isquemia cerebral focal induzida pela oclusão da artéria cerebral média e a ação neuroprotetora do cetoprofeno em ratos Focal cerebral ischaemia induced by middle cerebral artery occlusion and the neuroprotective effect of ketoprofen in rats  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available A isquemia cerebral é fenômeno eventualmente observado durante procedimentos neurocirúrgicos e em patologias clínicas resultando em déficits neurológicos incapacitantes ou mesmo na morte. Por tratar-se de problema grave e de difícil solução, vários estudos têm sido efetuados com o objetivo de elucidar os mecanismos do fenômeno isquêmico no sistema nervoso central (SNC) e abolir ou diminuir seus efeitos através das drogas que protegem os neurônios (neuroprotetoras). Vários neurotransmissores estão envolvidos na isquemia e entre eles o glutamato destaca-se pela sua maior concentração no SNC. O objetivo deste estudo foi avaliar a isquemia cerebral focal em ratos através da dosagem do glutamato e dos achados morfológicos em uma evolução temporal e demonstrar uma possível ação neuroprotetora do cetoprofeno. Foram utilizados 36 ratos Wistar, subdivididos em 4 grupos: um grupo controle e outro sham; e outros dois em que os animais foram submetidos a isquemia pela oclusão seletiva da artéria cerebral média por um fio obstrutor durante 15, 30 e 45 minutos. Os animais de um destes grupos foram tratados com cetoprofeno 15 minutos antes da isquemia. A isquemia foi avaliada através de estudo histopatológico e da dosagem do glutamato extracelular in vitro. A análise morfológica mostrou não haver diferenças entre os animais normais e do grupo sham. Nos animais submetidos a isquemia, as alterações apareceram aos 30 minutos e acentuaram-se aos 45. Os principais achados foram edema intersticial, desorganização cromatínica, vacuolização e desintegração nuclear. Os animais tratados com cetoprofeno apresentaram alterações semelhantes, porém menos intensas. Reduções nas dosagens in vitro do glutamato extracelular no córtex parietal dos animais submetidos a isquemia iniciaram-se a partir dos 30 minutos e acentuaram-se aos 45 e foram semelhantes nos animais com ou sem tratamento com cetoprofeno, indicando que esta droga parece não interferir com o metabolismo do glutamato na sinapse. Os achados histopatológicos no córtex parietal dos animais submetidos a isquemia , tratados ou não previamente com cetoprofeno, sugerem que esta droga tem um efeito neuroprotetor.Cerebral ischaemia is eventualy observed during neurosurgical procedures and in several clinical entities that may cause severe neurological deficits and even death. Because it is a severe and complex problem, several studies have been done aiming to elucidate the mechanisms of the ischemic phenomenon and aiming to abolish or to diminish its effects, using drugs that protect the neurons from ischaemia-induced damage. Several neurotransmitters play a role in cerebral ischaemia with emphasis to glutamate by its high concentration in the central nervous system. The purpose of this study was to evaluate the effect of focal cerebral ischaemia in the rat through the dosage of the glutamate and morphological findings, and to evaluate a possible protective effect of the ketoprofen to ischemic neurons. Thirty-six rats Wistar were divided into four groups. The first was a control group, the second a sham group and the animals of the third and fourth groups were submitted to induced cerebral ischaemia through selective obstruction of the midlle cerebral artery during 15, 30 and 45 minutes. Animals of the fourth group were previously treated with ketoprofen 15 minutes before the ischaemia. The ischaemia was evaluated through the histopathological examination and through dosage of the extracellular glutamate in vitro. The histopathological examination showed that there was no difference between the animals of the control and of the sham groups. In the animals submitted to ischemia histopathological alterations appeared at 30 minutes and become more intense at 45 minutes of ischaemia. The main findings were interstitial edema, chromatinic disorganization, vacuolization and nuclear desintegration. The animals treated with ketoprofen showed similar alterations, but they were less intense. Decrease in the dosage of glutamate in the p

LUIZ ANTONIO ARAUJO DIAS; BENEDICTO OSCAR COLLI; JOAQUIM COUTINHO NETTO; JOÃO JOSÉ LACHAT

2000-01-01

73

Salmonelose septicêmica prolongada em face às doutrinas de Kiel e de Montevidéu  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese Com a finalidade de caracterizar efetivamente a septicemia na salmonelose prolongada, em 6 pacientes, dos quais 2 com resistência antibiótica e quimioterápica, procedeu-se a hemoculturas seriadas, consecutivas ou não, durante um período que oscilou entre 25 e 113 dias. Em cada paciente, numa média de 7 hemoculturas, foram isoladas, respectivamente, as seguintes salmonelas: S. typhi, S. paratyphi C, S. panamá, S. cholerae-suis var. Kunzendorf e S. paratyphi A. No ca (more) so em que se isolou a S. paratyphi A, em uma das hemoculturas isolou-se, também, a S. montevideo. A duração média da septicemia nos 6 pacientes foi de 73 dias. A se considerarem procedentes os informes dos pacientes quanto ao início da doença, a septicemia, com tôda a probabilidade, deve ter tido a duração média de 4 meses. Por outro lado, tomando por base a identidade do quadro clínico e a coincidência fisiopatológica dos casos estudados, é possível admitir-se a ocorrência de septicemias de longa duração nos demais 31 casos pelas seguintes salmonelas: S. newport, S. dublin, S. cholerae-suis, S. typhimurium, S. anatum, S. derby, e Salmonellas sp (não sorològicamente identificadas). Com base nestes achados, o A. acredita não ser possível admitir-se, na salmonelose em estudo, a diferença fundamental entre salmonelas adaptadas ou não à espécie humana, conforme preceitua a Doutrina de Kiel; considera, também, limitadas as restrições preconizadas pela Doutrina de Montevidéu aos conceitos fisiopatogenéticos da escola alemã. De fato, salmonelas do grupo tifiparatifi e outras consideradas adaptadas aos animais têm produzido, indistintamente em crianças e em adultos, quadros clínicos indistinguíveis, nos quais transcende a septicemia de longa duração e tornam-se manifestas a disproteinemia marcante e a hiperplasia do S.R.E. Finalmente, discute-se no trabalho o papel representado por uma série de fatores que podem atuar, acarretando alterações no organismo parasitado e criando condições à multiplicação das salmonelas e à manutenção da infecção. Dentre êles foram ressaltados: a associação parasitária, especialmente a esquistossomose mansoni; a desnutrição crônica; a disproteinemia marcante, seja devida à deficiência de prótides, seja em decorrência ao estado reacional do S.R.E., seletivamente agredido pelas salmonelas; modificações do estado imunitário, quer por inibição da anticorpogênese e da fagocitose, quer devida à inadequada propriedade imunológica das globulinas, extraordinariamente aumentadas na doença. Abstract in english In our previous paper on protracted course Salmonellosis we have tried to demonstrate that Salmonella organisms may be able to produce a reticuloendothelial-like infection with septicemia as one of its most striking characteristics. It has also been stated that this septicemia phase runs a long course and differs from those observed during typhoid fever. This has been affirmed based on the clinical manifestations of the disease. In the present paper it was tried to demons (more) trate the duration of the salmonellotic septicemia. Several blood cultures from four patients were performed over a period of time from 25 to 52 days before antibiotic therapy was started. Serial blood cultures were obtained of two other cases in which there was no antibiotic and chemotherapeutic response over a longer period of time (58 to 113 days). Table II shows these results. S. typhi was isolated in ali the blood cultures of two patients over a period from 52 to 113 days; S. paratyphi A was isolated in seven blood samples and S. montevideo in one sample from the same patient during 58 days of observation. Positive blood cultures for S. parathyphi C, S. cholerae.suis var. Kunzendorf and S. panama were found in three other patients before chloromycetin was started. The findings obtained from serial blood cultures and from the clinical manifestations of this infection provide the following informations on the involvement of the salmonellae i

Neves, Jayme

1967-04-01

74

Modelo experimental de isquemia: reperfusão intestinal por clampeamento de aorta abdominal em ratos Wistar/ Experimental model of mesenteric ischemia: reperfusion by abdominal aorta clamping in Wistar rats  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese OBJETIVO: desenvolver um modelo experimental de isquemia global normotérmica transitória capaz de demonstrar os tempos de isquemia e reperfusão necessários para desenvolvimento de lesão de isquemia/reperfusão em intestinos delgados de ratos Wistar através clampeamento de aorta abdominal suprarrenal. MÉTODOS: Vinte ratos Wistar adultos machos, pesando entre 250 e 350g, foram distribuídos aleatoriamente em cinco grupos, com quatro ratos cada, e submetidos a tempos (more) crescentes de isquemia (0 - 30 - 45 - 60 - 90 minutos). Dentro de cada grupo, à exceção do grupo controle, dois ratos foram submetidos à 60 minutos de reperfusão e dois à 90 minutos. Após os procedimentos, procedeu-se análise histológica através de medição de áreas de necrose. RESULTADOS: O grau de necrose intestinal variou de 15 a 54% (p=0,0004). Houve tendência de aumento progressivo no grau de lesão relacionado ao aumento no tempo de isquemia, contudo, os maiores graus de lesão foram observados nos menores tempos de reperfusão. A análise do coeficiente de variação de necrose entre os dez grupos de isquemia/reperfusão demonstrou diferença estatisticamente significante em 15 postos, sendo 13 relacionados ao grupo controle. CONCLUSÃO: O modelo foi capaz de demonstrar os tempos necessários para que ocorra lesão de isquemia/reperfusão intestinal através de clampeamento aórtico e poderá servir como base para facilitar o desenvolvimento de estudos voltados para a compreensão deste tipo de lesão. Abstract in english OBJECTIVE: To develop an experimental model of global normothermic ischemia able to demonstrate the transient ischemia and reperfusion periods required for development of ischemia/reperfusion injury in the small intestines of Wistar rats by clamping the abdominal aorta. METHODS: Twenty adult male Wistar rats weighing 250-350g were randomly divided into five groups with four rats each and submitted to increasing times of ischemia (0 - 30 - 45 - 60 - 90 minutes). Within eac (more) h group, except the control one, two rats underwent 60 minutes of reperfusion and two 90 minutes. After the procedures, histological analysis was conducted by measurement of areas of necrosis. RESULTS: The degree of intestinal necrosis ranged from 15% to 54% (p = 0.0004). There was progressive increase in the degree of injury related to increase in ischemic time. However, greater degrees of injury were observed in the lowest times of reperfusion. The analysis of the coefficient of variation of necrosis among the ten groups of ischemia/reperfusion showed a statistically significant difference in 15 areas, 13 related to the control group. CONCLUSION: The model was able to show the periods required for the occurrence of ischemia/reperfusion injury by aortic clamping and can serve as a basis to facilitate the development of studies that aim at understanding this kind of injury.

Rocha, Bruno da Costa; Mendes, Rogério Rafael da Silva; Lima, Gabriel Varjão; Albuquerque, Gabriel de Souza; Araújo, Lucas Lacerda; Jesus, Mateus Neves da Silva de; Santos, Washington Luís Conrado dos; Carreiro, Mário Castro

2012-06-01

75

Efeitos da titulação de doses no perfil de tolerabilidade de Tramadol de liberação prolongada* em pacientes com dor crônica não-oncológica  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Este estudo multicêntrico teve por objetivo comparar os efeitos de dois esquemas posológicos no perfil de tolerabilidade do tramadol de liberação prolongada em pacientes com dor crônica não-oncológica. A casuística envolveu 189 pacientes com idade entre 14 e 75 anos, divididos em 2 grupos aleatoriamente: grupo A com 96 e o grupo B com 93 pacientes que receberam a medicação do estudo por 15 dias. O grupo A utilizou uma dose inicial de tramadol de liberação prolongada de 50mg a cada 12 horas por 3 a 7 dias, passando para uma dose de manutenção de 100mg a cada 12 horas até o 15º dia. O grupo B fez uso de uma dose padronizada de 100mg a cada 12 horas de tramadol de liberação prolongada durante os 15 dias do estudo. Os aspectos analisados foram o tipo de dor crônica não-oncológica, a intensidade da dor através da escala visual analógica, a aderência ao tratamento prescrito, a necessidade do uso da medicação de resgate, os efeitos adversos, a avaliação global da eficácia pelo médico e pelo paciente, bem como a tolerabilidade global na opinião do médico e do paciente. A dor de origem músculo-esquelética, definida como dor muscular com suas inserções no osso, foi a mais freqüente com 45,8% dos casos no grupo A, enquanto a dor osteoarticular foi a mais observada no grupo B (47,3%). Verificou-se uma melhora altamente significante tanto intra grupos como entre grupos, quanto à intensidade da dor, com redução de 67% em ambos os grupos. No grupo A, 77,1% dos pacientes cumpriram adequadamente o tratamento prescrito e no grupo B, a proporção foi de 75,3%, não havendo diferença estatisticamente significativa entre os grupos. Os grupos foram semelhantes entre si quanto à utilização da medicação de resgate, onde apenas 9,7% dos pacientes do grupo A e 15,1% do grupo B necessitaram-na durante o período do estudo. Não houve diferença significante na freqüência de eventos adversos nos dois grupos ( 30,2% e 36,6% respectivamente). Nos pacientes cuja dose final foi de 200mg/dia, a avaliação global da eficácia foi considerada boa e excelente pelos investigadores no grupo A em 86,7% dos pacientes e no grupo B o resultado foi de 78,8%. Os pacientes do grupo A consideraram a avaliação global da eficácia como boa e excelente em 88,9% e no grupo B 78,8%. A tolerabilidade da droga foi considerada entre boa e excelente pelos investigadores no grupo A em 86% e no grupo B o resultado foi de 77,2%. Os pacientes consideraram a tolerabilidade da droga como boa e excelente no grupo A em 77,4% e no grupo B o resultado foi de 71,5%. Em conclusão, os dois grupos de tratamento foram estatisticamente semelhantes em relação a todos os parâmetros estudados, com exceção da intensidade da dor, a qual foi inicialmente maior no grupo B, sendo equivalente em ambos os grupos ao final do estudo. Houve uma tendência favorável, porém não significante, ao esquema terapêutico de titulação de doses.

Amaral Filho Antônio Carlos Camargo; Marczyk Luiz Roberto Stigler

2003-01-01

76

Disfunção do trato gastrointestinal prolongada em pacientes admitidos na terapia intensiva Prolonged gastrointestinal dysfunction in critically ill patients  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available OBJETIVOS: Em pacientes gravemente enfermos, enquanto as disfunções de outros órgãos ou sistemas são rapidamente progressivas, os sinais de disfunção do trato gastrointestinal são frequentemente sutís e pouco valorizados. Contudo, a região esplâncnica tem muito provavelmente um papel importante no desenvolvimento e ou manutenção da resposta inflamatória e disfunção de múltiplos órgãos e sistemas. O objetivo deste estudo foi avaliar a prevalência e os fatores preditivos de disfunção prolongada do trato gastrointestinal. MÉTODOS: Estudo de coorte, retrospectivo e observacional. Foi realizado na unidade de terapia intensiva clínico - cirúrgica de 24 leitos de um hospital universitário. Foram incluídos todos os pacientes entre agosto de 2003 e janeiro de 2004 e que tiveram tempo de permanência na unidade de terapia intensiva superior a 4 dias. A função do trato gastrointestinal foi avaliada diariamente de acordo com uma classificação que considera o exame físico (presença ou ausência de ruídos hidro-aéreos ou distensão) e o nível e tipo de suporte nutricional ofertado. RESULTADOS: Foram incluidos 128 pacientes. A média de idade foi até 56 ± 19 anos, 81 pacientes (63,3%) eram do sexo masculino e 91 pacientes (77,3%) cirúrgicos. Disfunção do trato gastrointestinal prolongada ocorreu em 35 % dos pacientes, com uma prevalência 3,3 vezes maior em pacientes cirúrgicos (27%) do que em pacientes clínicos (8%). Em 38 pacientes (29,7%) foi realizada endoscopia digestiva alta. Lesões erosivas e/ou hemorrágicas foram observadas em ¾ do total das endoscopias digestivas altas. A frequência de disfunção do trato gastrointestinal foi significativamente mais alta em pacientes com edema moderado a grave (51%) do que em pacientes sem edema (22,5%) (pOBJECTIVE: We aimed to investigate the prevalence and independent predictors of prolonged gastrointestinal dysfunction in critically ill patients admitted to the intensive care unit. METHODS: Retrospective and observational cohort study performed in a mixed 24 beds intensive care unit in a tertiary center. Patients admitted in the intensive care unit between August 2003 and January 2004, who had a length of stay in the intensive care unit greater than 4 days were enrolled. Gastrointestinal function was evaluated daily according to a classification that considered physical examination (bowel sounds or distension) and the nutritional support progress. RESULTS: Were included 128 patients. The mean age was 56 ± 19 years, 63.3% were male and 77.3% were surgical patients. Prolonged gastrointestinal dysfunction occurred in 35% of patients, with prevalence 3.3 times higher in surgical patients (27%) than in medical patients (8%). Endoscopies were performed in 38 patients (29.7%), and in three quarters of them erosive lesions and or bleeding were observed. Gastrointestinal dysfunction was more frequent in patients presenting moderate or severe edema (51%) than in patients without edema (22.5%) (p<0.05). In the logistic regression analysis, a serum lactate level higher than 5.2 mEq/L (RR 6.69 95%CI 15-38.7, P = 0.034) and the presence of a low oxygenation index (RR 12.4 95%CI 2.18-70.8, p = 0.005) were predictive of gastrointestinal dysfunction. CONCLUSION: Prolonged gastrointestinal dysfunction was highly prevalent in this heterogeneous population of critically ill patients. Admission high serum lactate levels and a low oxygenation index were predictive of prolonged gastrointestinal dysfunction.

Suzana Margareth Lobo; Amanda Lucia Diaz Miranda

2010-01-01

77

PROTEÇÃO FUNCIONAL DO RIM COM LOVASTATINA APÓS ISQUEMIA E REPERFUSÃO RENAL LOVASTATIN AND RENAL FUNCTION AFTER KIDNEY ISCHEMIA-REPERFUSION  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Introdução - a isquemia renal é causa de graves lesões nesse órgão, estando presente em diferentes situações como em cirurgias renais, vasculares e no transplante renal. Assim, a procura de substâncias protetoras da função renal tem amplo interesse clínico. Neste estudo o objetivo foi o de analisar o efeito da lovastatina na isquemia renal normotérmica seguida da reperfusão.Acute kidney ischemia is a frequent clinical problem in vascular and urologic surgery, as in cadaver donor transplantation. In the search for an improvement in renal function, in this study we assessed the effect of lovastatin on kidney ischemia-reperfusion. Adult Wistar rats were submitted to 60 minutes of unilateral kidney ischemia followed by contralateral nephrectomy, with 7 days of follow-up. The experimental group (n=14) received 15 mg/Kg/day of lovastatin and the control group (n=17) had no protection against kidney ischemia. Serum urea and cretinine, death rate and mitochondrial function were analysed into each group. Death rate was 29.4% in group A and 0.7% in group B. Serum levels of urea and creatinine raised in both group, but in group B these values were statistically lower. In 83.4% of the group A animals mitochondrial function showed no ATP production, and in group B this condition was seen in only 38.4%. These results suggest that lovastatin has a protective effect on renal function when administered before kidney ischemia. However, at this moment it is impossible to confirm that this action is due to a protective effect on mitochondrial function.

D. M. Leal; S. T. Junior; H. J. Suaid; A. J. Cologna; A. C. P. Martins; J. E. S. Roselino

2001-01-01

78

Efeito protetor da criocardioplegia cristalóide na isquemia global e reperfusão durante circulação extracorpórea: um mecanismo dependente do endotélio?  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Estudos prévios demonstraram que o comprometimento da produção de EDRF/NO mediada por receptores, após isquemia global e reperfusão, possa ser devido a uma disfunção de G-proteínas que liga os receptores da célula endotelial à via da síntese de EDRF/NO. O presente trabalho experimental sugere que a criocardioplegia cristalóide, associada a hipotermia tópica, previne ou pode reverter, em parte, a disfunção endotelial nas mesmas condições. Mais estudos serão necessários para conclusões mais definitivas, pois as análises estatísticas mais acuradas sugeriram aumento da amostragem. Este detalhe talvez seja devido às grandes dificuldades de uniformização relacionada a este tipo de experimentos. Além disso, demonstrou-se pela primeira vez que a hipotermia, por si só, pode estimular a liberação de EDRF/NO pelo endotélio vascular. Isto sugere que o endotélio possa ser um importante sensor de mudanças da temperatura sangüínea e tem importantes implicações para o entendimento da fisiologia da CEC e dos mecanismos locais de auto-regulação.

ÉVORA Paulo Roberto B; PEARSON Paul J; DISCIGIL Berent; OELTJEN Marilyn; SCHAFF Hartzell V

1997-01-01

79

N-acetilcisteína e deferoxamina protegem contra insuficiência renal aguda induzida por isquemia/reperfusão em ratos N-acetylcysteine and deferrioxamine protects against acute renal failure induced by ischemia/reperfusion in rats  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available OBJETIVO: Os antioxidantes são largamente utilizados em modelos animal para prevenir lesão renal após isquemia/reperfusão. Uma questão importante é se os benefícios dos antioxidantes são aditivos ou não. O objetivo deste estudo foi investigar os efeitos protetores da N-acetilcisteína com deferoxamina, em modelo animal, de isquemia renal/traumatismo por reperfusão. MÉTODOS: A isquemia renal bilateral foi mantida por 45 minutos. N-acetilcisteína, deferoxamina ou ambas foram administradas na aorta, acima das artérias renais, antes da isquemia. Cinco ratos de cada grupo foram sacrificados, entre 1, 6 ou 12 horas após reperfusão, para determinar a creatinina no sangue, os parâmetros de danos oxidativos no rim e a atividade da mieloperoxidase. RESULTADOS: A associação de N-acetilcisteína e deferoxamina, mas não o uso isolado de cada uma, evitou o aumento da creatinina após isquemia/reperfusão. Tal evento foi seguido de diminuição consistente da atividade da mieloperoxidase e dos parâmetros de danos oxidativos, tanto no córtex como na medula renais. CONCLUSÃO: O tratamento com N-acetilcisteína e deferoxamina mostrou-se superior ao uso de cada substância isoladamente em modelo animal de isquemia/reperfusão renal.OBJECTIVE: Antioxidants are widely used in animal models to prevent renal injury after ischemia/reperfusion, but it is unknown if the benefits of antioxidants are additive. In this study, we aimed to investigate the protective effects of N-acetylcysteine plus deferoxamine in an animal model of kidney ischemia/reperfusion injury. METHODS: Bilateral kidney ischemia was mastintained for 45 minutes. N-acetylcysteine, deferoxamine or both were administered into the aorta above the renal arteries immediately prior to induction of ischemia. Five rats from each group were sacrificed 1, 6 or 12 hours after reperfusion for the determination of blood creatinine, kidney oxidative damage parameters and myeloperoxidase activity. RESULTS: The combination of N-acetylcysteine and deferoxamine, but not their isolated use, prevented the increase in creatinine after ischemia/reperfusion. This prevention was followed by a consistent decrease in myeloperoxidase activity and oxidative damage parameters both in the kidney cortex and medulla. CONCLUSION: Treatment with N-acetylcysteine and deferoxamine was superior to the isolated use of either compound in an animal model of kidney ischemia/reperfusion.

Roberto Meister Bernardi; Larissa Constantino; Roberta Albino Machado; Francieli Vuolo; Patricia Budni; Cristiane Ritter; Felipe Dal-Pizzol

2012-01-01

80

N-acetilcisteína e deferoxamina protegem contra insuficiência renal aguda induzida por isquemia/reperfusão em ratos/ N-acetylcysteine and deferrioxamine protects against acute renal failure induced by ischemia/reperfusion in rats  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese OBJETIVO: Os antioxidantes são largamente utilizados em modelos animal para prevenir lesão renal após isquemia/reperfusão. Uma questão importante é se os benefícios dos antioxidantes são aditivos ou não. O objetivo deste estudo foi investigar os efeitos protetores da N-acetilcisteína com deferoxamina, em modelo animal, de isquemia renal/traumatismo por reperfusão. MÉTODOS: A isquemia renal bilateral foi mantida por 45 minutos. N-acetilcisteína, deferoxamina o (more) u ambas foram administradas na aorta, acima das artérias renais, antes da isquemia. Cinco ratos de cada grupo foram sacrificados, entre 1, 6 ou 12 horas após reperfusão, para determinar a creatinina no sangue, os parâmetros de danos oxidativos no rim e a atividade da mieloperoxidase. RESULTADOS: A associação de N-acetilcisteína e deferoxamina, mas não o uso isolado de cada uma, evitou o aumento da creatinina após isquemia/reperfusão. Tal evento foi seguido de diminuição consistente da atividade da mieloperoxidase e dos parâmetros de danos oxidativos, tanto no córtex como na medula renais. CONCLUSÃO: O tratamento com N-acetilcisteína e deferoxamina mostrou-se superior ao uso de cada substância isoladamente em modelo animal de isquemia/reperfusão renal. Abstract in english OBJECTIVE: Antioxidants are widely used in animal models to prevent renal injury after ischemia/reperfusion, but it is unknown if the benefits of antioxidants are additive. In this study, we aimed to investigate the protective effects of N-acetylcysteine plus deferoxamine in an animal model of kidney ischemia/reperfusion injury. METHODS: Bilateral kidney ischemia was mastintained for 45 minutes. N-acetylcysteine, deferoxamine or both were administered into the aorta above (more) the renal arteries immediately prior to induction of ischemia. Five rats from each group were sacrificed 1, 6 or 12 hours after reperfusion for the determination of blood creatinine, kidney oxidative damage parameters and myeloperoxidase activity. RESULTS: The combination of N-acetylcysteine and deferoxamine, but not their isolated use, prevented the increase in creatinine after ischemia/reperfusion. This prevention was followed by a consistent decrease in myeloperoxidase activity and oxidative damage parameters both in the kidney cortex and medulla. CONCLUSION: Treatment with N-acetylcysteine and deferoxamine was superior to the isolated use of either compound in an animal model of kidney ischemia/reperfusion.

Bernardi, Roberto Meister; Constantino, Larissa; Machado, Roberta Albino; Vuolo, Francieli; Budni, Patricia; Ritter, Cristiane; Dal-Pizzol, Felipe

2012-09-01

 
 
 
 
81

Isquemia cerebral transitoria y riesgo de infarto cerebral isquémico  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available La enfermedad vascular cerebral es la principal causa de hospitalización neurológica en el mundo. Costa Rica no es la excepción; en nuestros hospitales cada día es más frecuente el número de pacientes que ingresan con infartos cerebrales isquémicos. Esta común enfermedad obedece a la prevalencia de enfermedades crónicas como la hipertensión arterial, diabetes mellitus, dislipidemias, tabaquismo y la alta expectativa de vida de los costarricenses, todos considerados factores de riesgo. Aproximadamente un 80% de los infartos cerebrales son isquémicos secundarios a la oclusión arterial aguda de un territorio vascular específico; el restante 20% corresponde a la variante hemorrágica. Las secuelas neurológicas secundarias a esta entidad son la principal causa de discapacidad crónica en los pacientes y conllevan una alta morbilidad y mortalidad. Aunque muchos sufren el infarto cerebral isquémico en forma aguda, otro grupo de pacientes experimenta uno o varios episodios previos de isquemia cerebral transitoria, lo cual los pone en riesgo de sufrir un infarto cerebral isquémico durante un periodo corto, es decir, son pacientes vulnerables. Esta revisión pretende actualizar los conocimientos médicos, especialmente para aquellos que trabajan en la atención primaria y en los servicios de urgencias hospitalarias, que reconozcan a este grupo de pacientes y les brinden la atención médica necesaria para de prevenir un infarto cerebral isquémico. La isquemia cerebral transitoria debe ser considerada como una emergencia neurológica.Stroke is the first cause of neurological hospitalization in the world. Costa Rica is not the exception, in our hospitals the amount of patients who are admitted with ischemic stroke increases every day. This condition is more common due to the high prevalence of chronic diseases, such as hypertension, diabetes mellitus, and dyslipidemia, besides smoking and the high costarrican life expectancy, are all considered risk factors for development of a stroke. Approximately 80% of the strokes are ischemic in nature secondary to an acute arterial occlusion of an specific vascular territory, the remaining 20% are of hemorrhagic origin. The neurological impairment secondary to strokes, in these patients is the main cause of chronic disability and is related with high morbility and mortality. Although many individuals have an acute ischemic stroke, other patients will have 1 or more events of transient ischemic attacks, indicating that they are at risk for an ischemic stroke in a brief period of time. This article reviews the current medical knowledge, and is written especially for general practitioners and emergency physicians, so they can recognize the patients at risk and prevent them from having an ischemic stroke. Transient ischemic attacks must be considered a neurological emergency.

Luis Guillermo Rosales-Bravo

2006-01-01

82

Postconditioning ameliorates lipid peroxidation in liver ischemia-reperfusion injury in rats Pós-condicionamento melhora a peroxidação lipídica na lesão de isquemia-reperfusão hepática em ratos  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available PURPOSE: Liver ischemia-reperfusion injury is a phenomenon presents in events like liver resections and transplantation. The restoration of blood flow may leads to local and systemic injury. Several techniques have been developed in order to avoid or ameliorate ischemia-reperfusion injury in clinical situations. The application of a sttuter reperfusion after the ischemic event (postconditioning) could alters the hydrodynamics and stimulates endogenous mechanisms that attenuate the reperfusion injury. The present study was designed to evaluate the potential protective effect of postconditioning in a model of ischemia-reperfusion in rats. METHODS: Hepatic anterior pedicle of median and left anterolateral segments were exposed and clamped for 1 hour. Two hours later, clamp was released in two different ways: Control Group (n=7): clamp was release straightforward; Postconditioning Group (n=7): clamp was released intermittently. Lipid peroxidation (malondialdehyde) and expression of the glutathione-s-transferase-?-3 gene were studied. RESULTS: Lipid peroxidation was significantly decreased in ischemic and non-ischemic liver by postconditioning. GST- ?3 gene was overexpressed in postconditioned group, but not significantly. CONCLUSION: Postconditioning induced hepatoprotection by reducing lipid peroxidation in the ischemic and non-ischemic liver.OBJETIVO: A lesão de isquemia-reperfusão hepática é um fenômeno presente em eventos tais como ressecções hepáticas e transplante de fígado. A restauração do fluxo sangüíneo após a isquemia gera lesões locais e sistêmicas. Várias técnicas foram desenvolvidas com o objetivo de evitar ou diminuir a lesão de isquemia-reperfusão hepática em situações clínicas. A utilização da reperfusão intermitente após o evento isquêmico (pós-condicionamento) pode alterar a hidrodinâmica e estimular mecanismos endógenos que atenuam o dano da reperfusão. O presente estudo foi realizado para avaliar o potencial efeito protetor do pós-condicionamento em um modelo de isquemia-reperfusão em ratos. MÉTODOS: O pedículo dos lobos mediano e ântero-lateral foi isolado e clampeado por 1 hora. Após 2 horas, o pedículo foi liberado de duas maneiras diferentes: Grupo Controle (n=7): clampe liberado de uma só vez; Grupo Pós-condicionamento (n=7): clampe liberado de maneira intermitente. Malondialdeído (MDA) e expressão do gene GST- ?3 foram estudadas nos grupos. RESULTADOS: A peroxidação lipídica foi significativamente diminuída no fígado isquêmico e no fígado não isquêmico pelo pós-condicionamento. A expressão do gene GST- ?3 aumentou, porém não significativamente, no grupo pós-condicionamento. CONCLUSÃO: O pós-condicionamento induziu hepatoproteção pela redução da peroxidação lipídica nos fígados isquêmico e não isquêmico.

Antonio Roberto Franchi Teixeira; Nilza T. Molan; Márcia Saldanha Kubrusly; Marta Bellodi-Privato; Ana Maria Coelho; Kátia R. Leite; Marcel Autran Cesar Machado; Telésforo Bacchella; Marcel Cerqueira César Machado

2009-01-01

83

Myocardial perfusion scintigraphy in the detection of silent ischemia in asymptomatic diabetic patients/ Cintilografia de perfusão miocárdica na detecção da isquemia silenciosa em pacientes diabéticos assintomáticos  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese OBJETIVO: Este estudo teve por finalidade avaliar a perfusão miocárdica de pacientes com diabetes mellitus tipo 1 (DM1) e tipo 2 (DM2) assintomáticos, sem diagnóstico prévio de doença arterial coronariana (DAC) ou acidente vascular cerebral. MATERIAIS E MÉTODOS: Cinquenta e nove pacientes consecutivos (16 DM1, 43 DM2) foram submetidos a cintilografia de perfusão miocárdica com sestamibi-99mTc (CPM). Foram avaliados quanto ao índice de massa corpórea, controle m (more) etabólico do diabetes, dislipidemia, terapia para o diabetes, hipertensão arterial sistêmica, nefropatia, retinopatia, neuropatia periférica, tabagismo e história familiar de DAC. RESULTADOS: CPM foi anormal em 25,4%: 12 (20,3%) com alterações de perfusão e 3 com disfunção ventricular esquerda isolada. Os mais fortes preditores de perfusão miocárdica anormal foram: idade igual ou maior a 60 anos (p = 0,017, odds ratio [OR] = 6,0), neuropatia periférica (p = 0,028, OR = 6,1), nefropatia (p = 0,031, OR = 5,6) e ECG de esforço positivo para isquemia (p = 0,049, OR = 4,08). CONCLUSÃO: A isquemia miocárdica silenciosa ocorre em mais de um em cada cinco diabéticos assintomáticos. Os mais fortes preditores de isquemia foram: idade avançada, neuropatia periférica, nefropatia, retinopatia e ECG de esforço positivo para isquemia. Abstract in english OBJECTIVE: This study was aimed to evaluate myocardial perfusion in asymptomatic patients with type 1 (DM1) and type 2 diabetes mellitus (DM2) without previous diagnoses of coronary artery disease (CAD) or cerebral infarction. MATERIALS AND METHODS: Fifty-nine consecutive asymptomatic patients (16 DM1, 43 DM2) underwent myocardial perfusion scintigraphy with 99mTc-sestamibi (MPS). They were evaluated for body mass index, metabolic control of DM, type of therapy, systemic (more) arterial hypertension, dyslipidemia, nephropathy, retinopathy, peripheral neuropathy, smoking, and familial history of CAD. RESULTS: MPS was abnormal in 15 patients (25.4%): 12 (20.3%) with perfusion abnormalities, and 3 with isolated left ventricular dysfunction. The strongest predictors for abnormal myocardial perfusion were: age 60 years and above (p = 0.017; odds ratio [OR] = 6.0), peripheral neuropathy (p = 0.028; OR = 6.1), nephropathy (p = 0.031; OR = 5.6), and stress ECG positive for ischemia (p = 0.049; OR = 4.08). CONCLUSION: Silent myocardial ischemia occurs in more than one in five asymptomatic diabetic patients. The strongest predictors of ischemia in this study were: patient age, peripheral neuropathy, nephropathy, retinopathy and a stress ECG positive for ischemia.

Oki, Gláucia Celeste Rossatto; Pavin, Elizabeth João; Coelho, Otávio Rizzi; Parisi, Maria Cândida R.; Almeida, Raitany C.; Etchebehere, Elba Cristina Sá de Camargo; Camargo, Edwaldo Eduardo; Ramos, Celso Dario

2013-02-01

84

Myocardial perfusion scintigraphy in the detection of silent ischemia in asymptomatic diabetic patients Cintilografia de perfusão miocárdica na detecção da isquemia silenciosa em pacientes diabéticos assintomáticos  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available OBJECTIVE: This study was aimed to evaluate myocardial perfusion in asymptomatic patients with type 1 (DM1) and type 2 diabetes mellitus (DM2) without previous diagnoses of coronary artery disease (CAD) or cerebral infarction. MATERIALS AND METHODS: Fifty-nine consecutive asymptomatic patients (16 DM1, 43 DM2) underwent myocardial perfusion scintigraphy with 99mTc-sestamibi (MPS). They were evaluated for body mass index, metabolic control of DM, type of therapy, systemic arterial hypertension, dyslipidemia, nephropathy, retinopathy, peripheral neuropathy, smoking, and familial history of CAD. RESULTS: MPS was abnormal in 15 patients (25.4%): 12 (20.3%) with perfusion abnormalities, and 3 with isolated left ventricular dysfunction. The strongest predictors for abnormal myocardial perfusion were: age 60 years and above (p = 0.017; odds ratio [OR] = 6.0), peripheral neuropathy (p = 0.028; OR = 6.1), nephropathy (p = 0.031; OR = 5.6), and stress ECG positive for ischemia (p = 0.049; OR = 4.08). CONCLUSION: Silent myocardial ischemia occurs in more than one in five asymptomatic diabetic patients. The strongest predictors of ischemia in this study were: patient age, peripheral neuropathy, nephropathy, retinopathy and a stress ECG positive for ischemia.OBJETIVO: Este estudo teve por finalidade avaliar a perfusão miocárdica de pacientes com diabetes mellitus tipo 1 (DM1) e tipo 2 (DM2) assintomáticos, sem diagnóstico prévio de doença arterial coronariana (DAC) ou acidente vascular cerebral. MATERIAIS E MÉTODOS: Cinquenta e nove pacientes consecutivos (16 DM1, 43 DM2) foram submetidos a cintilografia de perfusão miocárdica com sestamibi-99mTc (CPM). Foram avaliados quanto ao índice de massa corpórea, controle metabólico do diabetes, dislipidemia, terapia para o diabetes, hipertensão arterial sistêmica, nefropatia, retinopatia, neuropatia periférica, tabagismo e história familiar de DAC. RESULTADOS: CPM foi anormal em 25,4%: 12 (20,3%) com alterações de perfusão e 3 com disfunção ventricular esquerda isolada. Os mais fortes preditores de perfusão miocárdica anormal foram: idade igual ou maior a 60 anos (p = 0,017, odds ratio [OR] = 6,0), neuropatia periférica (p = 0,028, OR = 6,1), nefropatia (p = 0,031, OR = 5,6) e ECG de esforço positivo para isquemia (p = 0,049, OR = 4,08). CONCLUSÃO: A isquemia miocárdica silenciosa ocorre em mais de um em cada cinco diabéticos assintomáticos. Os mais fortes preditores de isquemia foram: idade avançada, neuropatia periférica, nefropatia, retinopatia e ECG de esforço positivo para isquemia.

Gláucia Celeste Rossatto Oki; Elizabeth João Pavin; Otávio Rizzi Coelho; Maria Cândida R. Parisi; Raitany C. Almeida; Elba Cristina Sá de Camargo Etchebehere; Edwaldo Eduardo Camargo; Celso Dario Ramos

2013-01-01

85

Postconditioning ameliorates lipid peroxidation in liver ischemia-reperfusion injury in rats/ Pós-condicionamento melhora a peroxidação lipídica na lesão de isquemia-reperfusão hepática em ratos  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese OBJETIVO: A lesão de isquemia-reperfusão hepática é um fenômeno presente em eventos tais como ressecções hepáticas e transplante de fígado. A restauração do fluxo sangüíneo após a isquemia gera lesões locais e sistêmicas. Várias técnicas foram desenvolvidas com o objetivo de evitar ou diminuir a lesão de isquemia-reperfusão hepática em situações clínicas. A utilização da reperfusão intermitente após o evento isquêmico (pós-condicionamento) po (more) de alterar a hidrodinâmica e estimular mecanismos endógenos que atenuam o dano da reperfusão. O presente estudo foi realizado para avaliar o potencial efeito protetor do pós-condicionamento em um modelo de isquemia-reperfusão em ratos. MÉTODOS: O pedículo dos lobos mediano e ântero-lateral foi isolado e clampeado por 1 hora. Após 2 horas, o pedículo foi liberado de duas maneiras diferentes: Grupo Controle (n=7): clampe liberado de uma só vez; Grupo Pós-condicionamento (n=7): clampe liberado de maneira intermitente. Malondialdeído (MDA) e expressão do gene GST- ?3 foram estudadas nos grupos. RESULTADOS: A peroxidação lipídica foi significativamente diminuída no fígado isquêmico e no fígado não isquêmico pelo pós-condicionamento. A expressão do gene GST- ?3 aumentou, porém não significativamente, no grupo pós-condicionamento. CONCLUSÃO: O pós-condicionamento induziu hepatoproteção pela redução da peroxidação lipídica nos fígados isquêmico e não isquêmico. Abstract in english PURPOSE: Liver ischemia-reperfusion injury is a phenomenon presents in events like liver resections and transplantation. The restoration of blood flow may leads to local and systemic injury. Several techniques have been developed in order to avoid or ameliorate ischemia-reperfusion injury in clinical situations. The application of a sttuter reperfusion after the ischemic event (postconditioning) could alters the hydrodynamics and stimulates endogenous mechanisms that atte (more) nuate the reperfusion injury. The present study was designed to evaluate the potential protective effect of postconditioning in a model of ischemia-reperfusion in rats. METHODS: Hepatic anterior pedicle of median and left anterolateral segments were exposed and clamped for 1 hour. Two hours later, clamp was released in two different ways: Control Group (n=7): clamp was release straightforward; Postconditioning Group (n=7): clamp was released intermittently. Lipid peroxidation (malondialdehyde) and expression of the glutathione-s-transferase-?-3 gene were studied. RESULTS: Lipid peroxidation was significantly decreased in ischemic and non-ischemic liver by postconditioning. GST- ?3 gene was overexpressed in postconditioned group, but not significantly. CONCLUSION: Postconditioning induced hepatoprotection by reducing lipid peroxidation in the ischemic and non-ischemic liver.

Teixeira, Antonio Roberto Franchi; Molan, Nilza T.; Kubrusly, Márcia Saldanha; Bellodi-Privato, Marta; Coelho, Ana Maria; Leite, Kátia R.; Machado, Marcel Autran Cesar; Bacchella, Telésforo; Machado, Marcel Cerqueira César

2009-02-01

86

Repercussões da L-alanil-glutamina sobre as concentrações de lactato e lactato desidrogenase (LDH) em pacientes com isquemia crítica dos membros inferiores submetidos a revascularização distal  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available OBJETIVO: Investigar efeitos da L-alanil-glutamina nas concentrações musculares de lactato, e nas concentrações sanguíneas de LDH, em pacientes com isquemia crítica dos membros inferiores submetidos à revascularização distal. MÉTODOS: Dezesseis adultos (12-homens/4-mulheres) foram distribuídos em 2 grupos (1-controle/2-estudo). Três horas após injeção endovenosa de 250 ml de L-alanil-glutamina a 20% adicionados a 750 ml de soro fisiológico (Grupo 2), ou 1000 ml de solução salina (Grupo 1), iniciava-se a revascularização, sob raquianestesia. Amostras musculares e de sangue (arterial/venoso) foram coletadas no início do procedimento (TI), no final (TF), e 10 e 20 minutos após isquemia (T1/T2). RESULTADOS: Observou-se redução significante (p<0,05) da concentração de lactato no tecido muscular sadio dos pacientes tratados com L-alanil-glutamina, em comparação ao grupo controle, em todos os tempos estudados. Houve redução significante nas concentrações de LDH no sangue venoso dos pacientes tratados, em todos os tempos (TIV/TFV/T1V/T2V), e no sangue arterial durante a reperfusão (T1A/T2A). CONCLUSÕES: Queda na concentração de lactato no músculo, e redução nas concentrações arteriais e venosas de LDH, em pacientes recipientes de L-alanil-glutamina, sugere maior utilização de piruvato para produção de energia no ciclo de Krebs do que sua conversão para lactato, com prevalência da glicólise aeróbica.

Alves Wellington Forte; Guimarães Sérgio Botelho; Vasconcelos Paulo Roberto Cavalcante de; Vasconcelos Paulo Roberto Leitão de

2003-01-01

87

Sistema glutamatérgico II: alteraciones en isquemia, alzheimer y esquizofrenia  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Las neuronas piramidales de la corteza cerebral utilizan ácido glutámico como neurotransmisor. Diferentes tipos de aferentes convergen sobre ellas. Al mismo tiempo, estas células dan lugar a fibras eferentes que interconectan ampliamente variados sectores de la corteza, los núcleos de la base y el tálamo. La tríada de interacciones recíprocas entre neuronas glutamatérgicas, gabaérgicas y monoaminérgicas en regiones límbicas, en la neocorteza y en centros reguladores de la función cortical, como los núcleos de la base, la sustancia negra y el tálamo, se consideran importantes en las actividades motora, cognitiva y emocional. En el presente artículo se presenta una visión actualizada del sistema glutamatérgico y sus posibles implicaciones en la isquemia, la esquizofrenia y la enfermedad de Alzheimer .Pyramidal neurons of the cerebral cortex used glutamic acid as their transmitter. Different types of afferents converge over pyramidal cells. At the same time, this cells give rise to efferent fibers that Inter.-connect widely different sectors of the cerebral cortex, basal ganglia and thalamus. The triad of reciprocal interactions between glutamatergic, gabergic and monoaminergic neurons in limbic regions, in the neocortex and in regulatory centers of cortical function such as basal ganglia, substantia nigra and thalamus are considered fundamental for the motor, cognitive and emotional activities. In the present article we offer an update review of the glutamatergic system and its possible role in ischemia, schizophrenia and Alzheimer disease.

Hernán J Pimienta Jiménez; Adriana M Medina Marín; Martha I Betancourth

2003-01-01

88

Efeito do alopurinol e terapia com oxigênio hiperbárico em modelo de reimplante de membro após isquemia quente em ratos Effect of allopurinol and hyperbaric oxygen therapy in a limb replantation model after warm ischemia in rats  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available OBJETIVO: A isquemia prolongada leva a alterações na microcirculação tecidual e liberação de radicais livres do oxigênio conhecidas como fenômeno de não reperfusão. Foi testado um modelo experimental de reimplante de membro após isquemia quente e os efeitos do fármaco alopurinol e da terapia com oxigênio hiperbárico. MÉTODO: Foram realizadas amputações com preservação dos vasos e nervos dos membros posteriores direitos em 95 ratos. Os grupos modelos M1, M2, M3, M4 e M5 foram submetidos à isquemia quente de 0, 2, 4, 6 e 8 horas. As taxas de viabilidade dos membros isquêmicos após sete dias de avaliação foram 100%, 80%, 63,6%, 50% e 20%. Os grupos experimentais E1 e E2 foram tratados, respectivamente, com alopurinol e terapia com oxigênio hiperbárico após isquemia de 6 horas. As taxas de viabilidade foram 70% e 30%. Os resultados foram analisados estatisticamente pelo teste do Qui-quadrado. RESULTADOS: Os grupos M1, M2, M3, M4 e M5 foram estatisticamente diferentes entre si exceto os grupos M3 e M4. E1 resultou em uma viabilidade de membros maior que M4 e E2 resultou em uma viabilidade de membros menor que M4(resultados estatisticamente significantes). CONCLUSÕES: Os resultados sugerem que a administração do alopurinol após isquemia do membro por 6 horas aumenta a taxa de viabilidade dos membros isquêmicos, e a terapia com oxigênio hiperbárico diminuiu a viabilidade dos membros isquêmicos.BACKGROUND: Prolonged ischemia leads to alterations in tissue microcirculation and oxygen free radicals production. This event is called no reflow phenomenon and its management is a challenge to the surgeon dealing with replantation. It was tested a replantation model after warm ischemia in rats and the effectiveness of allopurinol and hyperbaric oxigen therapy. METHODS: Amputation with preservation of vessels and nerves of the right hind limb was proceeded in 95 rats. The groups M1, M2, M3, M4 and M5 were submitted to 0, 2, 4, 6 and 8 hours of ischemia. The limbs were observed for seven days and the survival limb rates in each group were 100%, 80%, 63,6%, 50% and 20% respectively. M4 was elected control for experimental groups. The groups E1 and E2 were submitted to 6 hours of ischemia and were treated with allopurinol and hyperbaric oxigen therapy. The survival limb rates were 70% and 30% respectively. RESULTS: M1, M2, M3, M4 and M5 were statistically different except for M3 and M4. E1 had a better limb survival than M4. E2 had a worse limb survival than M4. CONCLUSION: Our results suggest that the administration of allopurinol may be helpful to improve limb salvage after ischemia and hyperbaric oxigen therapy may not be helpful and even can be harmful to ischemic limbs.

Marcelo Sacramento Cunha; José Carlos Faes da Silva; Hugo Nakamoto; Danielle Tiemi Simão; Marcus Castro Ferreira

2005-01-01

89

As bases experimentais da lesão por isquemia e reperfusão do fígado: revisão  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available O transplante hepático tornou-se o procedimento de escolha para o tratamento da doença hepática terminal. Não obstante o sucesso da cirurgia, a disfunção pós-operatória do fígado enxertado ainda representa importante causa de morbidade e mortalidade. O restabelecimento do fluxo sangüíneo ao fígado recém transplantado impõe a ele nova agressão, agravando a lesão causada pelo período de isquemia. Este fenômeno pouco compreendido é conhecido como lesão por isquemia e reperfusão e envolve disfunção endotelial, seqüestro de leucócitos e agregação de plaquetas, lesão por radicais livre de oxigênio, e distúrbios da microcirculação hepática. Essa revisão discute os vários aspectos fisiopatológicos que estão envolvidos na lesão por isquemia e reperfusão do fígado.

Miranda Luiz Eduardo C.; Viaro Fernanda; Ceneviva Reginaldo; Evora Paulo Roberto B.

2004-01-01

90

Autonomy of long-stay psychiatric inpatients Autonomia de pacientes em internação prolongada em hospital psiquiátrico  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available OBJECTIVE: To assess personal autonomy of long-stay psychiatric inpatients, to identify those patients who could be discharged and to evaluate the impact of sociodemographic variables, social functioning, and physical disabilities on their autonomy was also assessed. METHODS: A total of 584 long-stay individuals of a psychiatric hospital (96% of the hospital population) in Southern Brazil was assessed between July and August 2002. The following instruments, adapted to the Brazilian reality, were used: independent living skills survey, social behavioral schedule, and questionnaire for assessing physical disability. RESULTS: Patients showed severe impairment of their personal autonomy, especially concerning money management, work-related skills and leisure, food preparation, and use of transportation. Autonomy deterioration was associated with length of stay (OR=1.02), greater physical disability (OR=1.54; p=0.01), and male gender (OR=3.11; pOBJETIVO: Avaliar a autonomia de uma população de pacientes com internação prolongada em um hospital psiquiátrico, identificar indivíduos com possibilidades de desinternação e avaliar o impacto de variáveis sociodemográficas, do funcionamento social e de incapacitações físicas sobre a autonomia. MÉTODOS: Foi avaliado o total de 584 indivíduos de um hospital psiquiátrico de Porto Alegre, RS, com internação prolongada (96% dois pacientes), entre julho e agosto de 2002. Foram utilizados os instrumentos, adaptados para a realidade brasileira: independent living skills survey (inventário de habilidades de vida independente), social behavioral schedule (escala de avaliação do comportamento social) e questionário de avaliação do grau de invalidez física. RESULTADOS: Os pacientes apresentaram grande comprometimento de sua autonomia, principalmente com relação à administração de dinheiro, ocupação, lazer, preparo de alimentos e transporte. A deterioração da autonomia esteve associada com o tempo de internação (OR=1,02), com severa incapacitação física (OR=1,54; p=0,01) e com o sexo masculino (OR=3,11; p<0,001). A estimativa do risco de ter um comprometimento moderado a grave da autonomia foi 23 vezes mais alta entre os indivíduos com severo prejuízo no funcionamento social (IC 95%: 10,67-49,24). CONCLUSÕES: A população avaliada apresentou sua autonomia seriamente deteriorada. Concluiu-se que no planejamento da desinternação prolongada desse tipo de paciente deve-se levar em conta seus déficits funcionais. A avaliação do funcionamento social e autonomia auxilia na identificação das necessidades e na determinação da viabilidade do processo de desinternação e reinserção social desses indivíduos.

Luciane Carniel Wagner; Marcelo Pio de Almeida Fleck; Mário Wagner; Míriam Thaís Guterres Dias

2006-01-01

91

Efeito da hidrocortisona sobre a lesão de reperfusão e reparação da mucosa após isquemia venosa experimental no jejuno de eqüinos  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Os efeitos do succinato sódico de hidrocortisona (SSH) nas lesões de isquemia e reperfusão no jejuno foram estudados em 12 eqüinos submetidos a isquemia total arteriovenosa e venosa no jejuno. Após uma hora de isquemia, seis eqüinos receberam 4,0mg/kg/IV de SSH (grupo T) e os demais receberam placebo (grupo NT). Foram colhidas amostras para avaliação histomorfológica após uma e duas horas de isquemia e uma, duas e 12 horas de reperfusão, sendo as alterações quantificadas por meio de escores. Os escores para infiltração de neutrófilos, edema e hemorragia foram equivalentes entre os grupos T e NT. No segmento submetido a isquemia venosa o agravamento da lesão na mucosa durante a reperfusão foi significativo (P<0,05) apenas no grupo NT, indicando que o SSH atenuou a lesão de reperfusão no jejuno. Após 12 horas de reperfusão os escores para lesão na mucosa na isquemia arteriovenosa foram equivalentes entre os grupos T e NT. Na isquemia venosa os escores foram significativamente menores no grupo T (P<0,01), indicando que o tratamento com SSH acelerou a reparação das lesões. Estes resultados indicam que o SSH pode ser utilizado como tratamento adjuvante de afecções isquêmicas e de reperfusão no eqüino.

Alves G.E.S.; Matos J.J.R.T.; Faleiros R.R.; Santos R.L.; Marques Júnior A.P.

2003-01-01

92

Efeito do meloxicam sobre a lesão de isquemia e reperfusão em músculo esquelético de ratos  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Os antiinflamatórios não esteroidais, derivados do piroxicam, agem como varredores de radicais livres de oxigênio em experimentos in vitro. O objetivo deste trabalho foi analisar o efeito do meloxicam em músculos esqueléticos de ratos submetidos à isquemia e reperfusão com base na análise de liberação de malondialdeído da membrana celular ( indicador de peroxidação lipídica provocada pelos radicais livres). Dezoito ratos Wistar foram divididos em 2 grupos de 9. O grupo I (grupo sham) foi tratado previamente com 3g/kg de peso de solução fisiológica e o grupo II com 3g/kg de peso de meloxicam por via peritoneal. Após 5 min os ratos foram submetidos a 3h de isquemia total ( torniquete) e 45 min de reperfusão das patas posteriores esquerdas. Colheram-se biópsias dos músculos isquêmicos e reperfundidos e das patas controles (contralaterais) para a dosagem de malondialdeído. A análise das diferenças de concentração do malondiadeído nas patas controles e reperfundidas no grupo I (43,7± 60,7; n=9) em relação ao grupo II (21,7± 49,5; n=9) não mostrou alteração significante (p=0,3). Os dados obtidos, neste trabalho, mostram que o meloxicam não protege a musculatura esquelética dos danos causados pela isquemia e reperfusão, com base na análise do malondialdeído tissular após 3h de isquemia e 45 min de reperfusão.

Uhle Vitor A.; Piccinato Carlos E.; Campos Antonio D.; Cherri Jesualdo

2000-01-01

93

Isquemia vertebrobasilar y síndrome de Locked-In  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Los eventos vasculares cerebrales de la arteria vertebrobasilar no son tan frecuentes como los que ocurren en la circulación anterior; pero se presentan con igual vulnerabilidad a la ateromatosis, a los fenómenos trombóticos, a los eventos embólicos y a las alteraciones vasoespásticas. Clínicamente, se presentan síntomas y signos combinados o mixtos de ataxia ipsilateral, hemiplejia contralateral con pérdida de la sensibilidad, parálisis ipsilateral horizontal de la mirada, nistagmus, vértigos, náuseas y vómitos, disfagia, sordera, acúfenos, mioclonus palatino y oscilopsia. Cuando el compromiso vascular compromete a la propia arteria basilar, los signos clínicos son bilaterales, con cuadriplegía, parálisis bilaterales de la mirada conjugada horizontal, coma, o el síndrome de deferentización (?Locked In? ó cautiverio). Estos mismos signos pueden producirse por la alteración de las arterias vertebrales o por patología unilateral, cuando una de las arterias vertebrales es la fuente dominante del aporte sanguíneo. La realización de una buena historia clínica y un examen cuidadoso nos dan una impresión clínica precisa. La realización de exámenes complementarios, como las imágenes diagnósticas (Escanografía cerebral simple, resonancia magnética cerebral, angioresonancia), son útiles para diferenciar si el evento es isquémico o hemorrágico, establecer el área de la isquemia y para definir las pautas diagnósticas y terapéuticas que se deben seguir El síndrome ?Locked In? es un proceso destructivo (normalmente, obstructivo de la arteria basilar con el consiguiente infarto de tronco) que interrumpe los tractos descendentes corticobulbares y corticoespinales, quedando intactas sólo las fibras que controlan el parpadeo, los movimientos oculares verticales y a la sustancia reticular ascendente. El paciente sólo es capaz de comunicarse mediante parpadeos o movimientos oculares verticales, ya que todo lo demás está paralizado. Comentamos el caso de una mujer mestiza de 70 años, quien súbitamente presenta sensación vertiginosa, disartria, ataxia, hemiparesia izquierda que progresa a cuadriplegía, dificultad respiratoria, disfagia, apertura ocular espontánea, conservando los movimientos oculares conjugados verticales y la vigilia. Se le realiza traqueostomía, gastrostomía, manejo de las cifras tensionales con antihipertensivos endovenosos y orales, con anticoagulación parenteral y oral, con estatinas, terapia física y respiratoria y los cuidados generales de enfermería. Se presenta este caso por las características especiales del síndrome de ?Locked-In?, la supervivencia de la paciente en la fase crítica, así como por realizar una revisión en este tópico tan importante entre las enfermedades vasculares cerebrales isquémicas

Jorge Daza Barriga; Losang Charris

2004-01-01

94

Tratamiento de la isquemia crítica de miembros inferiores  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available RESUMENIntroducciónLa isquemia crítica de miembros inferiores representa una manifestación extrema de laenfermedad vascular periférica crónica. La revascularización quirúrgica es el tratamientode elección para los pacientes con esta patología, ya que pese a ser un procedimiento invasivoreduce la tasa de amputación y de mortalidad. Sin embargo, tiene una tasa alta de complicaciones.Durante la última década, el perfeccionamiento y la introducción de nuevas tecnologíaspercutáneas han derivado en un crecimiento importante en la estrategia endovascular.Su baja morbilidad comparada con la de la alternativa quirúrgica ha llevado a un rápido yexplosivo incremento en su indicación.ObjetivoEvaluar los resultados clínicos en pacientes con lesiones críticas de miembros inferiorestratados de forma endovascular en un centro de alto volumen.Material y métodosDesde enero de 2005 hasta diciembre de 2008 se realizaron 60 procedimientos en 55 pacientes.ResultadosLa edad de los pacientes fue de 72,5 ± 10,6 años (rango 49-91); el 60,7% eran de sexomasculino, el 57% padecían diabetes y el 48,8%, enfermedad coronaria. El 50% de los pacientespresentaron dolor del miembro en reposo y el resto, lesiones tróficas menores en el41% y mayores en el 9%. Se trataron en total 74 lesiones: 14 aortoilíacas, 23 femoropoplíteas,28 infrapoplíteas y 9 bypass vasculares. En el seguimiento a 30 días, la tasa de reintervenciónde urgencia fue del 10,9%, la de amputación del 5,4%, la de muerte del 3,6% y la de eventoscardíacos mayores (muerte, infarto agudo de miocardio, accidente cerebrovascular,reintervención o amputación) fue del 10,9%. Luego de 30 días, el seguimiento alejado (media727 ± 442 días) arrojó las siguientes tasas: reintervención 11,7%, amputación 7,4%,infarto agudo de miocardio 2%, accidente cerebrovascular 2%, muerte 11,7% y eventos cardíacosmayores 27,4%. Las tasas de reintervención, amputación y eventos cardíacos mayoresdurante todo el estudio fueron del 21,4%, 14,3% y 30,3%, respectivamente.ConclusionesEl tratamiento endovascular representa una alternativa atractiva para pacientes conisquemia crítica de miembros inferiores al reducir el riesgo de amputación. Sin embargo,esta población presenta un riesgo cardiovascular incrementado en el pronóstico alejado.REV ARGENT CARDIOL 2010;78:129-133.

Samir Jozami; Mariano Albertal; Patricio Zaefferer; Guillermo Pfund; Alejandro Fabiani; Gerardo Nau; Jorge Thierer; Lucio Padilla; Jorge Belardi; Fernando Cura

2010-01-01

95

Ataque transitorio de isquemia, el heraldo del ictus/ Transient ischemic attack: the herald of stroke  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in spanish Introducción: el ataque transitorio de isquemia constituye una parte fundamental de la enfermedad cerebrovascular, en muchas ocasiones no bien diagnosticado por su corta duración, lo difícil de ver y sus variadas manifestaciones clínicas. Esta investigación se realizó con el propósito de caracterizar a los pacientes con ictus isquémico y previo ataque transitorio de isquemia, atendidos en el servicio de consulta externa no. 3 del Instituto de Neurología y Neuroci (more) rugía (INN) entre febrero de 2006 y noviembre de 2009. Métodos: se realizó un estudio observacional, descriptivo en 50 pacientes que, previo al ictus isquémico, habían presentado cuadros de ataques transitorios de isquemia. Se describieron las manifestaciones clínicas de presentación de estos, se analizaron los factores de riesgo, el territorio vascular afectado y el tiempo transcurrido entre el ataque transitorio de isquemia y el ictus isquémico. Resultados: en el 100 % de los pacientes, los ictus isquémicos dañaron el mismo territorio vascular afectado por los ataques transitorios de isquemia que le antecedieron. Conclusiones: quedó demostrada la importancia del ataque transitorio de isquemia como piedra angular fundamental en la enfermedad cerebrovascular. El infarto cerebral ocurrió con más frecuencia en los primeros meses secundarios al ataque transitorio de isquemia. La hipertensión arterial, los inadecuados hábitos de vida y la diabetes mellitus, constituyeron los principales factores de riesgo en la población estudiada. Abstract in english Introduction: transient ischemic attack constitutes a major part of cerebrovascular disease. In many cases it is not well diagnosed, due to its short duration, its many clinical manifestations and the difficulty to spot it. This study was conducted with the purpose of characterizing patients with ischemic stroke and a previous transient ischemic attack cared for at Outpatient Service No. 3 of the Institute of Neurology and Neurosurgery (INN) between February 2006 and Nove (more) mber 2009. Methods: an observational descriptive study was conducted with 50 patients who had had a transient ischemic attack before they had their stroke. A description was made of the clinical manifestations at presentation, and an analysis was performed of the risk factors, the affected vascular territory, and the time elapsed between the transient ischemic attack and the ischemic stroke. Results: in 100 % of the patients the vascular territory affected by the ischemic stroke was the same as that affected by the preceding transient attacks. Conclusions: it was demonstrated that the transient ischemic attack is a fundamental component of cerebrovascular disease. Cerebral infarction was more frequent during the first months following the transient ischemic attack. Arterial hypertension, inadequate life styles and diabetes mellitus were the main risk factors in the population studied.

Sánchez López, Javier; Rodríguez Ribalta, Isis; Díaz Dehesa, Martha Beatriz

2012-03-01

96

Função renal, hepática e cardíaca de cães hígidos sob terapia prolongada com celecoxibe/ Renal, hepatic and cardiac function in healthy dogs during long-term celecoxib therapy  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese O presente estudo teve como objetivo avaliar os efeitos da terapia prolongada com celecoxibe sobre a função renal, hepática e cardíaca em cães hígidos. Foram utilizados 12 cães fêmeas, divididos em 2 grupos: Gcelecoxibe: terapia com celecoxibe, na dose de 5mg kg-1 por via oral, a cada 12 horas, durante 20 dias (peso médio de 8,9±1,6); Gcontrole: terapia com placebo, a cada 12 horas, por via oral, 20 dias (peso médio de 9,8±1,8). O exame físico, a função ren (more) al (urinálise; gamaglutamil transpeptidase -GGT e sódio urinários; ureia, creatinina, sódio e potássio séricos; e clearance endógeno de creatinina), tempo de coagulação (TC), biomarcadores cardíacos (creatinofosfoquinase -CK e creatinofosfoquinase fração MB- CK-MB) e função hepática (alanina aminotransferase -ALT, aspartato aminotransferase -AST e albumina) foram avaliados antes, aos 5, 10 e 20 dias (T0, T5, T10 e T20) do tratamento. No Gcelecoxibe, os valores de clearance de creatinina revelaram diminuição significativa no T20, em relação ao T0 e T5, bem como redução em relação ao Gcontrole em T10 e T20. A urinálise, sódio, potássio, ureia e creatinina séricos, enzima GGT urinária e o TC não apresentaram variação entre os momentos ou grupos avaliados. Houve aumento significativo de CK-MB no T20 e ALT no T5, T10 e T20 no Gcelecoxibe, entretanto, com valores dentro da normalidade para cães. Conclui-se que o celecoxibe revelou-se seguro em relação ao perfil cardíaco e hepático em cães sadios, mesmo sob terapia prolongada. Sob vigência de terapia prolongada, deve ser usado cautelosamente em cães portadores de alterações renais. Abstract in english The aim of this study was to evaluate the effects of long-term celecoxib therapy on renal, hepatic and cardiac profiles in healthy dogs. Twelve female were randomly assigned to 2 groups (G): Gcelecoxib: treated with celecoxib orally (5mg kg-1), every 12 hours, for 20 days (8.9±1.6 body weight); Gcontrol: received placebo orally, every 12 hours, for 20 days (9.8±1.8 body weight). Physical examination, renal function (urinalysis, urinary sodium and gamma-glutamyl transpep (more) tidase -GGT), serum urea, creatinine, potassium and sodium, and endogenous creatinine clearance), clotting time (CT), cardiac biomarkers (creatine phosphokinase -CK and CK-MB) and liver function (aspartate aminotransferase -AST, alanine aminotransferase -ALT and albumin) were evaluated before, at 5, 10 and 20 days (T0, T5, T10 and T20) of treatment. The creatinine clearance values showed significant decrease at T20, in relation to T0 and T5 in the Gcelecoxib, and reduction in relation to Gcontrol at T10 and T20. The urinalysis, values of sodium, potassium, urea and creatinine serum and urinary GGT enzyme showed no difference through the study between moments or groups. There was a significant increase on CK values at T20 and on ALT values at T5, T10 and T20 in the Gcelecoxib, however with normal range values for dogs. Celecoxib revealed to be safe in relation to cardiac and hepatic profiles, even under prolonged therapy. However, it should be used judiciously during long-term therapy in dogs with renal dysfunction.

Borges, Marina; Melchert, Alessandra; Marini Filho, Rivaldo; Laposy, Cecília Braga; Alegre, Beatriz Cristina Conceição Porto; Silva, Karine Ramires

2012-10-01

97

Recomendações para oxigenoterapia domiciliar prolongada em crianças e adolescentes Recommendations for long-term home oxygen therapy in children and adolescents  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available OBJETIVO: Orientar pediatras, neonatologistas, pneumologistas, pneumologistas pediátricos e outros profissionais envolvidos na área sobre as principais indicações e as particularidades da oxigenoterapia domiciliar prolongada em crianças e adolescentes. FONTES DOS DADOS: Pesquisa bibliográfica na base de dados MEDLINE/PubMed (1990 a 2011). Adicionalmente, referências de estudos selecionados foram incluídas. Como para muitos dos aspectos não existem evidências científicas consistentes, algumas recomendações citadas foram feitas com base em experiência clínica. SÍNTESE DOS DADOS: Oxigenoterapia domiciliar prolongada tem sido uma prática crescente nos pacientes pediátricos e se encontra indicada em casos de displasia broncopulmonar, fibrose cística, bronquiolite obliterante, pneumopatias intersticiais, hipertensão pulmonar, etc. Ressaltam-se como benefícios: redução de internações, otimização do crescimento físico e do desenvolvimento neurológico, melhora da tolerância ao exercício e da qualidade do sono e prevenção da hipertensão pulmonar/. Os níveis de saturação de oxigênio indicativos para a oxigenoterapia diferem dos estabelecidos para adultos com doença pulmonar obstrutiva crônica e variam de acordo com a doença e faixa etária. Para a avaliação da saturação de oxigênio, utiliza-se a oximetria de pulso, sendo a gasometria arterial dispensável. Há três fontes de oxigênio disponíveis: cilindros gasosos, oxigênio líquido e concentradores de oxigênio. Os fluxos utilizados costumam ser menores, assim como o número de horas/dia necessários, quando comparados ao uso em adultos. Em algumas doenças há melhora, e a suspensão do oxigênio é possível. CONCLUSÕES: Oxigenoterapia domiciliar prolongada é uma terapêutica cada vez mais comum em pediatria e suas indicações são numerosas. Há particularidades relevantes quando comparada aos adultos em relação às indicações, modo de uso e monitorização.OBJECTIVE: To advise pediatricians, neonatologists, pulmonologists, pediatric pulmonologists, and other professionals in the area on the main indications and characteristics of long-term home oxygen therapy in children and adolescents. DATA SOURCE: A literature search was carried out in the MEDLINE/PubMed database (1990 to 2011). Additionally, references from selected studies were included. As consistent scientific evidence does not exist for many aspects, some of the recommendations were based on clinical experience. DATA SYNTHESIS: Long-term home oxygen therapy has been a growing practice in pediatric patients and is indicated in bronchopulmonary dysplasia, cystic fibrosis, bronchiolitis obliterans, interstitial lung diseases, and pulmonary hypertension, among others. The benefits are: decrease in hospitalizations, optimization of physical growth and neurological development, improvement of exercise tolerance and quality of sleep, and prevention of pulmonary hypertension/cor pulmonale. The levels of oxygen saturation indicative for oxygen therapy differ from those established for adults with chronic obstructive pulmonary disease, and vary according to age and disease. Pulse oximetry is used to evaluate oxygen saturation; arterial blood gas is unnecessary. There are three available sources of oxygen: gas cylinders, liquid oxygen, and oxygen concentrators. The flows used are usually smaller, as are the number of hours/day needed when compared to the use in adults. Some diseases show improvement and oxygen therapy discontinuation is possible. CONCLUSIONS: Long-term home oxygen therapy is increasingly common in pediatrics and has many indications. There are relevant particularities when compared to its use in adults, regarding indications, directions for use, and monitoring.

Fabíola V. Adde; Alfonso E. Alvarez; Beatriz N. Barbisan; Bianca R. Guimarães

2013-01-01

98

Efeito protetor da criocardioplegia cristalóide na isquemia global e reperfusão durante circulação extracorpórea: um mecanismo dependente do endotélio?  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Estudos prévios demonstraram que o comprometimento da produção de EDRF/NO mediada por receptores, após isquemia global e reperfusão, possa ser devido a uma disfunção de G-proteínas que liga os receptores da célula endotelial à via da síntese de EDRF/NO. O presente trabalho experimental sugere que a criocardioplegia cristalóide, associada a hipotermia tópica, previne ou pode reverter, em parte, a disfunção endotelial nas mesmas condições. Mais estudos serão necessários para conclusões mais definitivas, pois as análises estatísticas mais acuradas sugeriram aumento da amostragem. Este detalhe talvez seja devido às grandes dificuldades de uniformização relacionada a este tipo de experimentos. Além disso, demonstrou-se pela primeira vez que a hipotermia, por si só, pode estimular a liberação de EDRF/NO pelo endotélio vascular. Isto sugere que o endotélio possa ser um importante sensor de mudanças da temperatura sangüínea e tem importantes implicações para o entendimento da fisiologia da CEC e dos mecanismos locais de auto-regulação.Previous experiments showed evidence of impaired receptor-mediated production of EDRF/NO following reperfusion injury could be due to G-protein dysfunction which links endothelial cell receptors to the pathway of EDRF/NO synthesis. This experimental research suggested that criocrystalloid cardioplegia, associated to topic hypotermia, could prevent or reverse the endothelium disfunction under same experimental conditions. More experiments will be necessary to get definitive conclusions, because fine statystical analysis suggested increasing the number of experiments. Otherwise, the present study proved for the first time that hypothermia alone can cause the release of PGI2 and EDRF/NO from the endothelium. This suggests that the endothelium could be an important temperature sensor and has important implications for the understanding of cardiopulmonary bypass physiology and local vascular autoregulation.

Paulo Roberto B ÉVORA; Paul J PEARSON; Berent DISCIGIL; Marilyn OELTJEN; Hartzell V SCHAFF

1997-01-01

99

Efeito protetor da criocardioplegia cristalóide na isquemia global e reperfusão durante circulação extracorpórea: um mecanismo dependente do endotélio?  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese Estudos prévios demonstraram que o comprometimento da produção de EDRF/NO mediada por receptores, após isquemia global e reperfusão, possa ser devido a uma disfunção de G-proteínas que liga os receptores da célula endotelial à via da síntese de EDRF/NO. O presente trabalho experimental sugere que a criocardioplegia cristalóide, associada a hipotermia tópica, previne ou pode reverter, em parte, a disfunção endotelial nas mesmas condições. Mais estudos ser? (more) ?o necessários para conclusões mais definitivas, pois as análises estatísticas mais acuradas sugeriram aumento da amostragem. Este detalhe talvez seja devido às grandes dificuldades de uniformização relacionada a este tipo de experimentos. Além disso, demonstrou-se pela primeira vez que a hipotermia, por si só, pode estimular a liberação de EDRF/NO pelo endotélio vascular. Isto sugere que o endotélio possa ser um importante sensor de mudanças da temperatura sangüínea e tem importantes implicações para o entendimento da fisiologia da CEC e dos mecanismos locais de auto-regulação. Abstract in english Previous experiments showed evidence of impaired receptor-mediated production of EDRF/NO following reperfusion injury could be due to G-protein dysfunction which links endothelial cell receptors to the pathway of EDRF/NO synthesis. This experimental research suggested that criocrystalloid cardioplegia, associated to topic hypotermia, could prevent or reverse the endothelium disfunction under same experimental conditions. More experiments will be necessary to get definitiv (more) e conclusions, because fine statystical analysis suggested increasing the number of experiments. Otherwise, the present study proved for the first time that hypothermia alone can cause the release of PGI2 and EDRF/NO from the endothelium. This suggests that the endothelium could be an important temperature sensor and has important implications for the understanding of cardiopulmonary bypass physiology and local vascular autoregulation.

ÉVORA, Paulo Roberto B; PEARSON, Paul J; DISCIGIL, Berent; OELTJEN, Marilyn; SCHAFF, Hartzell V

1997-01-01

100

Beneficial effects of hyperosmotic perfusion in the myocardium after ischemia/reperfusion injury in isolated rat hearts/ Efeitos benéficos da perfusão hiperosmótica no miocárdio após lesão isquemia/reperfusão em corações isolados de ratos  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese OBJETIVO: Um método simples para reduzir a lesão de isquemia/reperfusão que pode acompanhar a cirurgia cardíaca teria grande valor clínico. O objetivo deste estudo foi investigar o efeito da perfusão hiperosmótica na isquemia/reperfusão em corações isolados de ratos perfundidos. MÉTODOS: Quarenta ratos machos Sprague-Dawley foram divididos aleatoriamente e tiveram os seus corações isolados perfundidos com tampão osmótico normal ou tampão hiperosmótico com (more) a adição de glucose. Os corações foram então submetidos a 30 minutos de isquemia, seguida de 30 min de reperfusão. O fluxo coronariano, tempo de parada isquêmica, arritmia de reperfusão e da função ventricular foram registrados. Vazamento creatinofosfoquinase na artéria coronária, o miocárdio e atividade de superóxido dismutase e catalase foram também examinados. RESULTADOS: Crações de ratos com perfusão hiperosmótica apresentaram maior fluxo coronariano, tempo prolongado de parada isquêmica (10,60 vs. 5,63 min, P Abstract in english OBJECTIVE: A simple method to reduce the ischemia/reperfusion injury that can accompany cardiac surgery would have great clinical value. This study was to investigate the effect of hyperosmotic perfusion on ischemia/reperfusion injury in isolated perfused rat hearts. METHOD: Forty male Sprague-Dawley rats were randomly divided either to have their isolated hearts perfused with normal osmotic buffer or buffer made hyperosmotic by addition of glucose. Hearts were then subje (more) cted to 30 min ischemia followed by 30 min reperfusion. Coronary flow, time to ischemic arrest, reperfusion arrhythmia, and ventricular function were recorded. Creatine phosphokinase leakage into the coronary artery, and myocardial content and activity of superoxide dismutase and catalase were also examined. RESULTS: Rat hearts with hyperosmotic perfusion showed higher coronary flow, a prolonged time to ischemic arrest (10.60 vs. 5.63 min, P

Cao, Yong; Wang, Lie; Chen, Hong; Lv, Zhiqian

2013-03-01

 
 
 
 
101

Biochemical evaluation of focal non-reperfusion cerebral ischemia by middle cerebral artery occlusion in rats/ Avaliação bioquímica da isquemia cerebral focal, não associada à reperfusão, por oclusão da artéria cerebral média em ratos  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese Isquemia cerebral é um acontecimento importante na prática neurológica clínica e cirúrgica, uma vez que é uma das doenças que mais comprometem a espécie humana. No presente estudo 40 ratos adultos foram submetidos a períodos de isquemia focal de 30, 60 e 90 min e como controle foram utilizados animais do grupo sham. Foram analisados os níveis de ATP, malondialdeído e caspase-3. Nenhuma diferença significativa nas dosagens bioquímicas foram observadas entre os (more) hemisférios cerebrais direito e esquerdo do mesmo animal em cada grupo experimental. Foi observada redução nos níveis de ATP após os três períodos de isquemia, em comparação com o grupo sham. Nenhum aumento significativo dos níveis de malondialdeído ou caspase-3 foi observado. Apesar das alterações significativas nos níveis ATP, os resultados indicaram viabilidade celular na região isquêmica como demonstrado pela baixa taxa de peroxidação lipídica e apoptose, achados que provavelmente estão relacionados com a falta de reperfusão. Abstract in english Cerebral ischemia is an important event in clinical and surgical neurological practice since it is one of the diseases that most compromise the human species. In the present study 40 adult rats were submitted to periods of focal ischemia of 30, 60 and 90 min without reperfusion and animals submitted to a sham procedure were used as controls. We analyzed the levels of ATP, malondialdehyde and caspase-3. No significant differences in the biochemical measurements were observ (more) ed between the right and left brain hemispheres of the same animal in each experimental group. Reduced ATP levels were observed after the three periods of ischemia compared to the sham group. No significant increase in malondialdehyde or caspase-3 levels was observed. Despite significant changes in ATP levels, the results indicated cell viability in the ischemic region as shown by the low rates of lipid peroxidation and apoptosis, findings probably related to the lack of reperfusion.

Colli, Benedicto Oscar; Tirapelli, Daniela Pretti da Cunha; Carlotti Jr, Carlos Gilberto; Lopes, Luiza da Silva; Tirapelli, Luis Fernando

2008-01-01

102

Biochemical evaluation of focal non-reperfusion cerebral ischemia by middle cerebral artery occlusion in rats Avaliação bioquímica da isquemia cerebral focal, não associada à reperfusão, por oclusão da artéria cerebral média em ratos  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Cerebral ischemia is an important event in clinical and surgical neurological practice since it is one of the diseases that most compromise the human species. In the present study 40 adult rats were submitted to periods of focal ischemia of 30, 60 and 90 min without reperfusion and animals submitted to a sham procedure were used as controls. We analyzed the levels of ATP, malondialdehyde and caspase-3. No significant differences in the biochemical measurements were observed between the right and left brain hemispheres of the same animal in each experimental group. Reduced ATP levels were observed after the three periods of ischemia compared to the sham group. No significant increase in malondialdehyde or caspase-3 levels was observed. Despite significant changes in ATP levels, the results indicated cell viability in the ischemic region as shown by the low rates of lipid peroxidation and apoptosis, findings probably related to the lack of reperfusion.Isquemia cerebral é um acontecimento importante na prática neurológica clínica e cirúrgica, uma vez que é uma das doenças que mais comprometem a espécie humana. No presente estudo 40 ratos adultos foram submetidos a períodos de isquemia focal de 30, 60 e 90 min e como controle foram utilizados animais do grupo sham. Foram analisados os níveis de ATP, malondialdeído e caspase-3. Nenhuma diferença significativa nas dosagens bioquímicas foram observadas entre os hemisférios cerebrais direito e esquerdo do mesmo animal em cada grupo experimental. Foi observada redução nos níveis de ATP após os três períodos de isquemia, em comparação com o grupo sham. Nenhum aumento significativo dos níveis de malondialdeído ou caspase-3 foi observado. Apesar das alterações significativas nos níveis ATP, os resultados indicaram viabilidade celular na região isquêmica como demonstrado pela baixa taxa de peroxidação lipídica e apoptose, achados que provavelmente estão relacionados com a falta de reperfusão.

Benedicto Oscar Colli; Daniela Pretti da Cunha Tirapelli; Carlos Gilberto Carlotti Jr; Luiza da Silva Lopes; Luis Fernando Tirapelli

2008-01-01

103

REENTRADA EN FIGURA DE OCHO EN EPICARDIO VENTRICULAR SUJETO A ISQUEMIA REGIONAL: ESTUDIO DE SIMULACIÓN  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Estudiamos mapas isocronales y electrogramas de simulaciones bidimensionales de taquicardia ventricular en un modelo virtual de epicardio sujeto a isquemia regional. Reentradas en figura de ocho fueron obtenidas, sus respectivos potenciales analizados, al igual que el comportamiento de las corrientes involucradas en heterogeneidad fisiológica y bioquímica. El circuito reentrante consiste de un arco funcional de bloqueo de conducción alrededor del cual el frente de activación avanza de manera circular con una lenta e irregular velocidad.

Oscar A. Henao G.; Eduardo Ramírez V.; José M. Ferrero, Jr; Javier Saiz R.

2008-01-01

104

Efeitos da radiação solar crônica prolongada sobre o sistema imunológico de pescadores profissionais em Recife (PE), Brasil/ Effects of long-term chronic exposure to sun radiation in immunological system of commercial fishermen in Recife, Brazil  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese FUNDAMENTOS: Existe um consenso de que a exposição à radiação ultravioleta determina alterações n o sistema imunológico da pele, o que permite que se avente a hipótese de que a exposição prolongada e crônica ao Sol pode representar uma das maiores agressões ambientais à saúde humana. Entre as várias ocupações que requerem, necessariamente, exposição prolongada e crônica ao Sol está a de pescador. No entanto, a experiência clínica dermatológica, am (more) ealhada ao longo de vários anos de exercício da Medicina, não parece confirmar essa hipótese. OBJETIVO: Avaliar efeitos clínicos, histológicos e imunológicos da exposição crônica e prolongada à radiação ultravioleta em pescadores. MÉTODOS: Em estudo prospectivo, transversal, observacional, foram caracterizadas lesões dermatológicas, marcadores imunológicos e alterações histológicas de pescadores e subpopulações de linfócitos comparadas a grupo-controle. Empregaram-se testes de Mann-Whitney, exato de Fisher, Wilcoxon em nível de 0,05. RESULTADOS: Houve diferenças entre os grupos exposto e protegido em elastose (p = 0,03), ectasia de vasos dérmicos (p = 0,012) e número de células nas camadas epidérmicas entre os cones (p = 0,029). Foram mais comuns em pescadores CD45RO, CD68+ e mastócitos na pele (p = 0,040, p Abstract in english BACKGROUND: Among the various occupations which necessarily require long-term and chronic sun exposure is that of a fisherman. However, clinical experience in dermatology earned over several years of medical practice does not seem to confirm this hypothesis. OBJECTIVE: To evaluate clinical, histological and immunological effects of long-term and chronic exposure to ultraviolet radiation in fishermen. METHODS: A prospective, cross-sectional and observational study characte (more) rized skin lesions, immunological markers and histological alterations in fishermen, as well as lymphocyte subpopulations compared to a control group. Mann-Whitney, Fisher's and Wilcoxon statistical tests were used at a significance level of 0.05. RESULTS: There were significant differences between the exposed group and the group protected due to elastosis (p = 0.03), ectasia of dermal vessels (p = 0.012) and number of cells in the epidermal layers between cones (p = 0.029). Most common among fishermen were CD45RO, CD68 + and mastocytes in the skin (p = 0.040, p

Bezerra, Sarita Maria de Fátima Martins de Carvalho; Sotto, Mirian Nakagami; Orii, Noemia Mie; Alves, Cleiton; Duarte, Alberto José da Silva

2011-04-01

105

Células-tronco de medula óssea em isquemia crítica de membros/ Bone marrow stem cells in critical limb ischemia  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese Os autores discutem aspectos clínicos e de tratamento convencional da isquemia critica dos membros inferiores e consideram a possibilidade de tratamento com células- -tronco autógenas de medula óssea para os pacientes que já esgotaram, sem sucesso, todos os meios de tratamento conhecidos. Comentam sobre o histórico, as fontes, as experiências animais e clínicas e, finalmente, apresentam sua experiência inicial com seis pacientes, todos com indicação de amputaç (more) ão maior ou menor. Em apenas um paciente não foi possível evitar a amputação. Além de ótimos resultados, quanto à supressão da dor e cicatrização de lesões isquêmicas, pode-se notar a ausência de quaisquer efeitos colaterais deletérios, sugerindo que a terapia celular é eficiente e segura, demandando, porém, mais pesquisas e estudos randomizados para se tornar uma terapia de uso corrente. Abstract in english The authors discuss clinical aspects and conventional treatment of lower limb critical ischemia and the alternative of therapy with autogenous bone marrow stem cells in patients who have exhausted, without success, all the current means of treatment. They comment on the historical aspects, the sources, animal experiments, clinical research and, finally, their initial experience with six patients, all of whom had previous indication of major or minor amputation. For only o (more) ne patient amputation could not be avoided. In addition to excellent results in pain relief and healing of ischemic ulcers, no deleterious side effects were noted suggesting that this type of cell therapy is safe and efficient although further research and randomized studies are needed to make this a standard therapy.

Araujo, José Dalmo; Araujo Filho, José Dalmo; Ciorlin, Emerson; Ruiz, Milton A.; Greco, Oswaldo T.; Ardito, Roberto V.; Lago, Mario

2009-05-01

106

Avaliação da isquemia cerebral pela respiração mitocondrial: modelo experimental Study of brain ischemia by mitochondrial respiration: experimental model  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available A isquemia cerebral acontece em várias doenças. Um dos fatores críticos para a recuperação de um paciente é a duração do processo isquêmico. A atividade cerebral depende do suprimento de energia, isto sugere que o estudo da função mitocondrial pode ser utilizado para a avaliação do dano neuronal. O objetivo deste trabalho foi o de estudar a respiração mitocondrial pela oclusão da artéria cerebral média esquerda pela técnica do fio intraluminal. Ratos da raça Wistar foram subdivididos em 4 grupos: controle e 15, 30 e 60 minutos de oclusão. Os resultados mostraram que não há diferença estatisticamente significativa entre o grupo de 15 minutos e o grupo controle. O grupo de 30 minutos teve diminuição do estado III da respiração mitocondrial comparado com o grupo controle. O grupo de 60 minutos teve diminuição dos estados III e IV comparados com o grupo controle. A respiração mitocondrial permitiu uma avaliação efetiva e precoce do processo isquêmico focal no cérebro do rato.Brain ischemia occurs in several diseases. One of the critical factors for recovery of patients is the duration of the ischemic process. Brain activity depends on the energetic supply, it suggests that the study of mitochondrial function can be useful for evaluation of neuronal damage. The purpose of the present research was to study the mitochondrial respiration by occlusion of the left middle cerebral artery by intraluminal suture technique. Adults Wistar rats were subdivided in 4 groups: control, 15, 30 and 60 minutes of occlusion. Results showed that there was no significant difference between the group of 15 minutes and the control group. The group of 30 minutes had significant decrease of state III of mitochondrial respiration compared with control group. The group of 60 minutes had significant decrease in state III and IV of mitochondrial respiration compared with control group. Mitochondrial respiration allowed an early and effective evaluation of focal ischemic process of the rat brain.

Carlos Gilberto Carlotti Junior; Benedicto Oscar Colli; João Yano Kazuo

2001-01-01

107

Avaliação da isquemia cerebral pela respiração mitocondrial: modelo experimental/ Study of brain ischemia by mitochondrial respiration: experimental model  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese A isquemia cerebral acontece em várias doenças. Um dos fatores críticos para a recuperação de um paciente é a duração do processo isquêmico. A atividade cerebral depende do suprimento de energia, isto sugere que o estudo da função mitocondrial pode ser utilizado para a avaliação do dano neuronal. O objetivo deste trabalho foi o de estudar a respiração mitocondrial pela oclusão da artéria cerebral média esquerda pela técnica do fio intraluminal. Ratos da (more) raça Wistar foram subdivididos em 4 grupos: controle e 15, 30 e 60 minutos de oclusão. Os resultados mostraram que não há diferença estatisticamente significativa entre o grupo de 15 minutos e o grupo controle. O grupo de 30 minutos teve diminuição do estado III da respiração mitocondrial comparado com o grupo controle. O grupo de 60 minutos teve diminuição dos estados III e IV comparados com o grupo controle. A respiração mitocondrial permitiu uma avaliação efetiva e precoce do processo isquêmico focal no cérebro do rato. Abstract in english Brain ischemia occurs in several diseases. One of the critical factors for recovery of patients is the duration of the ischemic process. Brain activity depends on the energetic supply, it suggests that the study of mitochondrial function can be useful for evaluation of neuronal damage. The purpose of the present research was to study the mitochondrial respiration by occlusion of the left middle cerebral artery by intraluminal suture technique. Adults Wistar rats were subd (more) ivided in 4 groups: control, 15, 30 and 60 minutes of occlusion. Results showed that there was no significant difference between the group of 15 minutes and the control group. The group of 30 minutes had significant decrease of state III of mitochondrial respiration compared with control group. The group of 60 minutes had significant decrease in state III and IV of mitochondrial respiration compared with control group. Mitochondrial respiration allowed an early and effective evaluation of focal ischemic process of the rat brain.

Carlotti Junior, Carlos Gilberto; Colli, Benedicto Oscar; Kazuo, João Yano

2001-06-01

108

Isquemia miocárdica silente en diabéticos tipo 2 Silent myocardial ischemia in type 2 diabetes patients  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Objetivos: determinar la frecuencia de isquemia miocárdica silente en diabéticos tipo 2 y su relación con el control metabólico. Métodos: se realizó un estudio descriptivo transversal en 79 pacientes asintomáticos con diabetes mellitus tipo 2 sin antecedentes de cardiopatía isquémica, hipertensión arterial o de ser fumador, que acudieron a la Consulta de Endocrinología del Hospital Militar Central "Dr. Carlos J. Finlay", entre febrero de 2009 y febrero de 2011. Se les realizó ecocardiografía con doppler tisular y se determinaron los niveles de glucemia en ayunas, posprandial, hemoglobina glucosilada, colesterol y triglicéridos. Las variables clínicas analizadas en relación con la isquemia miocárdica silente fueron: edad, sexo, tiempo de evolución de la diabetes e índice de masa corporal. Para las variables cualitativas se utilizaron distribuciones de frecuencia con el cálculo del porcentaje y para establecer relación entre variables la prueba de chi cuadrado. Resultados: la edad media del total de pacientes fue de 54 años, de ellos el 69,1 % correspondió al sexo masculino y el 31,9 % al femenino. En el 20,2 % de los pacientes se observaron signos de isquemia miocárdica por doppler tisular, y de ellos, un 75 % tuvo niveles patológicos de colesterol total, con relación estadísticamente significativa (p= 0,01), sujetos que tuvieron 4,4 veces más riesgo relativo de presentar isquemia miocárdica, que los pacientes con colesterol normal. Las cifras de glucemia en ayunas, posprandial y hemoglobina glucosilada fueron significativamente mayor en el grupo con isquemia. Los pacientes con niveles elevados de glucemia en ayunas tuvieron 10,5 veces más riesgo de isquemia miocárdica que los que tenían cifras adecuadas. Igualmente, los casos con cifras elevadas de glucemia posprandial presentaron 12 veces más riesgo de enfermar. Conclusiones: la isquemia miocárdica silente es frecuente en los diabéticos tipo 2 y se relaciona con los niveles patológicos de colesterol y el mal control glucémico.Objectives: to determine the frequency of silent myocardial infarction in type 2 diabetes patients and its relation with the metabolic control. Methods: a cross-sectional descriptive study of 79 asymptomatic patients suffering type 2 diabetes mellitus and without a history of ischemic cardiopathy, blood hypertension or smoking. These patients were seen at the endocrinology service of "Dr Carlos J. Finlay" from February 2009 to February 2011. They underwent Doppler tissue imaging echocardiography and their levels of glycemia on fasting, pospandrial glycemia, glycated haemoglobin, cholesterol and triglycerides were determined. The analyzed clinical variables lfor the silent myocardial ischemia were age, sex, time of evolution of diabetes and body mass index. Frequency distributions and percentage estimations were used for the qualitative variables whereas the Chi square test served to establish relationships among variables. Results: the average age of the patients was 54 years, 69.1 % were males and 31.9 % females. The Doppler tissue imaging echocardiography showed signs of myocardial ischemia in 20 % of these patients, and 75 % had pathological levels of total cholesterol with statistically significant relation (p=0.01) and their relative risk of developing myocardial ischemia was 4.4 times higher than the rest of patients with normal cholesterol. The values of glycemia on fasting, pospandrial glycemia and glycated haemoglobin were significantly higher than in the ischemic group. The patients having significantly higher values of glycemia on fasting exhibited a risk of myocardial ischemia that was 10.5 times higher than that of the patients with adequate values for this variable. Likewise, the risk of getting sick was 12 times higher in those cases with high values of pospandrial glycemia. Conclusions: silent myocardial ischemia is frequent in type 2 diabetes mellitus patients and is associated with pathological levels of cholesterol and with poor glycemic control.

Yordanka Piña Rivera; Liz Odelmis Cruz Hernández; Judith Parlá Sardiñas; María Magdalena Fernández Marrero

2012-01-01

109

Monitorização vídeo-EEG prolongada em crises não epilépticas: semiologia clínica Prolonged vídeo-EEG monitoring in nonepileptic seizures: clinical semiology  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available O objetivo deste estudo foi mostrar a contribuição da monitorização vídeo-EEG prolongada (MVEP) no diagnóstico de crises não epilépticas (CNE) e estimar sua prevalência em um centro terciário de atendimento à Epilepsia (EP). Foram observados 47 pacientes com diagnóstico de CNE com crises espontâneas ou provocadas. Foram instituídos protocolos direcionados à história clínica e à semiologia das crises. A análise estatística baseou-se no teste de Fisher e na análise de cluster. Os resultados evidenciaram prevalência de 10% de CNE. Houve predominância do sexo feminino (63,8%); em 57% dos pacientes as crises foram espontâneas. A média de idade foi 32,5 ± 11anos. O sinal semiológico mais freqüente foi o sono aparente (87,2%). Em 9% dos pacientes observaram-se tanto EP como CNE. Três agrupamentos resultaram da análise de cluster: CNE hipermotora das extremidades com alteração de tônus; CNE com automatismos e CNE axial com movimentos oculares. Em conclusão, o estudo da semiologia clínica das CNE durante a MVEP contribui para o diagnóstico desta entidade nosológica e para o diagnóstico diferencial com EP; o teste provocativo auxilia na obtenção das crises.The purpose of this study was to point out the effectiveness of prolonged video EEG monitoring (PVEM) in the diagnosis of nonepileptic seizures (NES) as well as to estimate its prevalence in a reference center of epilepsy (EP). A sample of 47 patients with the diagnosis of NES with spontaneous or provoked seizures was observed. A protocol with the clinical history and semiology of seizures was analyzed; Fisher's exact test and cluster analysis were used for statistical observation. The results showed a prevalence of 10% of NES; more prevalence in females (63.8%); the crises were spontaneous in 57% of the patients. The mean age was 32.5 ± 11 years and the most frequent semiological sign was apparent sleep (82.2%). Either EP or NES was observed in 9% of the patients. There were three groups according to the cluster analysis: hypermotor NES of the extremities with tonus alteration; NES with automatism; and axial NES with eye movements. In conclusion, the study of clinical semiology of NES during the PVEM provides both this nosological entity and the differential EP diagnoses while the provocative test helps to obtain the seizures.

Lúcia Helena Neves Marques; Sérgio José Alves de Almeida; Adriana Barbosa Santos

2004-01-01

110

Predomínio de manifestações respiratórias na indicação de pHmetria esofágica prolongada em crianças Predominant respiratory symptoms in indications for prolonged esophageal pH-monitoring in children  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available RACIONAL: Observa-se um aumento na prevalência de complicações extra-esofágicas do refluxo gastroesofágico. A avaliação do perfil de pacientes submetidos a pHmetria esofágica prolongada poderia auxiliar na identificação de pacientes que poderiam se beneficiar do diagnóstico precoce de refluxo gastroesofágico. OBJETIVO: Avaliar a população de demanda, indicações e resultados dos exames de pHmetria esofágica prolongada na avaliação de refluxo gastroesofágico em um Serviço de Gastroenterologia Pediátrica. PACIENTES E MÉTODOS: Analisaram-se os dados de 190 crianças e adolescentes que realizaram pHmetria esofágica. Realizou-se análise descritiva da população de estudo. As crianças foram categorizadas em cinco grupos conforme a idade. Utilizou-se o aparelho Digitrapper MKIII (Synetics) e software EsopHogram versão 5.7. O parâmetro do exame considerado para análise foi o índice de refluxo. RESULTADOS: As indicações mais freqüentes para o exame foram: asma (26,8%), apnéia/cianose (20%), pneumonias de repetição (18,4%), síndrome do bebê chiador (15,8%) e tosse crônica/rouquidão (11%). Os grupos etários mais freqüentes nas indicações respiratórias foram: asma - maior de 5 anos (92,2%); apnéia/cianose - menor de 3 meses (55,3%); pneumonias de repetição e síndrome do bebê chiador - 3 a 12 meses (31,4% e 83,3%). Os índices de refluxo das crianças com pHmetria positiva para refluxo gastroesofágico foram significativamente mais elevados nas crianças menores de 2 anos, em relação às maiores de 2 anos. CONCLUSÃO: Houve predomínio de manifestações respiratórias nas indicações de pHmetria esofágica. O conhecimento do perfil de pacientes com indicação de pHmetria esofágica pode contribuir para a melhoria da qualidade técnica do exame.BACKGROUND: An increasing prevalence of extraesophageal complications of gastroesophageal reflux (GER) has been seen. Evaluation of clinical profiles of patients submitted to prolonged esophageal pH monitoring could help to identify the patients who could benefit from the early diagnosis of GER. OBJECTIVE: To evaluate the population, indications and results of esophageal pH-monitoring for the diagnosis of GER in a pediatric gastroenterology clinic. PATIENTS AND METHODS: Data from 190 children and adolescents who had esophageal pH-monitoring were analyzed. A descriptive analysis of the population was performed and the children were categorized in five groups according to the age. The equipment used was a Digitrapper MKIII (Synetics) and all data were analyzed by using a software EsopHogram 5.7. Reflux index was established for analysis. RESULTS: The most frequent indications for the exam were: asthma (26,8%), apnea/cianosis (20%), recurrent pulmonary infections (18,4%), wheezing infant syndrome (15,8%) and chronic cough/horseness (11%). The most frequent groups of age for the respiratory symptoms were: asthma - above 5 years (92,2%); apnea/cianosis - under 3 months (55,3%); recurrent pulmonary infections and wheezing infant syndrome - 3 to 12 months (31,4% and 83,3%). Reflux index of patients with positive exam for GER was significantly higher in patients under 2 years than above 2 years of age. CONCLUSION: Respiratory symptoms were predominant among the indications for esophageal pH-monitoring in children. The knowledge of the clinical profile of the patients who had esophageal pH monitoring could help to improve the technical quality of the exam.

Helena Ayako Sueno Goldani; Themis Reverbel da Silveira; Renata Rocha; Luciana Celia; Lucas Dalle Molle; Sergio Gabriel Silva de Barros

2005-01-01

111

Valor diagnóstico do teste ergométrico na detecção da isquemia miocárdica silenciosa no paciente idoso com hipertensão sistólica Value of exercise testing for silent myocardial ischemia in elderly patients with systolic hypertension  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o valor diagnóstico do teste ergométrico (TE) na detecção da isquemia silenciosa no idoso com hipertensão sistólica isolada. MÉTODOS: Foram comparados, 110 pacientes com hipertensão sistólica (grupo A), com 104 pacientes sem hipertensão (grupo B). Eles foram submetidos a TE, conforme protocolo de Bruce, entre janeiro/91 a dezembro/94. O esforço era interrompido se a freqüência máxima fosse alcançada ou se desenvolvessem fadiga, dispnéia, arritmia severa, hipotensão e depressão significativa do segmento ST >2mm (0,2mV). RESULTADOS: O TE mostrou depressão isquêmica de ST em 22 (20%) dos pacientes idosos com hipertensão sistólica e em 12 (11,5%) dos idosos-controle. O tempo de esforço foi mais curto nos hipertensos: 7,1±2,9min vs 8,8±2,5min. A depressão de ST foi maior nos hipertensos do que no grupo controle: 2,5±0,8mm vs 1,9±0,4mm. A duração isquêmica do ST foi também mais prolongada no grupo hipertenso do que no controle: 5,4±2,8min vs 3,4±1,9min. CONCLUSÃO: Pacientes idosos com hipertensão sistólica isolada têm mais isquemia miocárdica silenciosa do que idosos normotensos. Entre idosos hipertensos houve uma prevalência de isquemia silenciosa 1,7 vezes mais freqüente que idosos normotensos, de mesma faixa etária (20% vs 11,5%, pPURPOSE: To evaluate the diagnosis value of exercise testing for silent myocardial ischemia in systolic hypertension of the elderly. METHODS: We compared 110 patients with systolic hypertension (group A) with 104 patients without hypertension (group B). They were submitted to an exercise test according to the Bruce protocol, between January/91 to December/94. Exercise was discontinued if target heart rate was achieved, or fatigue, dyspnea, severe arrhythmia, hypotension or significant ST segment depression >2mm/0.2mV developed. RESULTS: Exercise testing showed ischemic ST depression in 22 (20%) of the elderly patients with hypertension systolic and 12 (11.5%) of control elderly patients. The exercise time was shorter in the hypertensives 7.1±2.9min vs 8.8±2.5min. The ST depression was greater in the hypertensives than the control group: 2.5±0.8min vs 1.9±0.4min. Also the duration or ischemic ST depression was longer in the hypertensive patients than the control group 5.4±2.8min vs 3.4±1.9min. CONCLUSION: Elderly hypertensive patients with systolic hypertension have more silent myocardial ischemia than elderly without hypertension. Among the elderly hypertensive patients there was a prevalence of silent ischemia that was 1.7 times higher than in the normotensive elderlies (20% vs 11.5% P<0.003).

João Joaquim de Oliveira; Sandra Regina A. S. Silva

1997-01-01

112

Prevalência de isquemia induzida por estresse mental/ Prevalence of induced ischemia by mental distress  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese FUNDAMENTOS: A cintilografia miocárdica com estresse mental parece induzir isquemia através de uma fisiopatologia particular quando comparada com a cintilografia, utilizando o estresse físico ou farmacológico. OBJETIVO: Avaliar a prevalência de isquemia miocárdica induzida por estresse mental, em pacientes com dor torácica e cintilografia com estresse convencional normal, utilizando 99mTc-Sestamibi. MÉTODOS: 22 PAcientes foram admitidos com dor torácica na emerg? (more) ?ncia, ou foram encaminhados ambulatorialmente ao serviço de medicina nuclear da nossa instituição, onde realizaram cintilografia miocárdica de estresse e repouso sem alterações isquêmicas. Então, foram convidados a realizar uma fase adicional com indução de estresse mental através do conflito de cores (Stroop Color Test) com o objetivo de detectar isquemia miocárdica. Dois cardiologistas e médicos nucleares realizaram a análise cega dos dados perfusionais e consequente quantificação através do SDS (Summed Diference Score), pontuando os segmentos com alteração perfusional após o estresse mental e comparando com a imagem de repouso. A presença de isquemia miocárdica foi considerada com SDS > 3. RESULTADOS: A prevalência de isquemia miocárdica induzida por estresse mental foi de 40% (9 pacientes positivos). Nos 22 pacientes estudados não houve diferença estatística quanto ao número de fatores de risco, alterações hemodinâmicas induzidas pelo estresse mental, uso de medicações, sintomas apresentados, presença ou ausência de doença coronariana e variações da fração de ejeção e volume sistólico final do Gated SPECT. CONCLUSÃO: EM Uma amostra selecionada de pacientes com dor torácica e cintilografia miocárdica convencional normal, a pesquisa de isquemia miocárdica induzida pelo estresse mental através de cintilografia pode ser positiva em até 40% dos casos. Abstract in english BACKGROUND: The myocardial radionuclide imaging with mental distress seems to induce ischemia through a particular physiopathology when compared to radionuclide imaging with physical or pharmacological distress. OBJECTIVE: To assess the prevalence of induced myocardial ischemia by mental distress in patients with thoracic pain and radionuclide imaging with normal conventional distress, with 99mTc-Sestamibi. METHODS: Twenty-two patients were admitted with thoracic pain at (more) emergency or were referred to the nuclear medicine service of our institution, where myocardial radionuclide imaging of distress or rest without ischemic alterations was carried out. The patients were, then, invited to go through an additional phase with mental distress induced by color conflict (Strop Color Test) with the objective of detecting myocardial ischemia. Two cardiologists and nuclear physicians performed the blind analysis of perfusional data and consequent quantification through Summed Difference Score (SDS), punctuating the segments that were altered after mental distress and comparing it to the rest period image. The presence of myocardial ischemia was considered if SDS > 3. RESULTS: The prevalence of mental distress-induced myocardial ischemia was 40% (9 positive patients). Among the 22 studied patients, there were no statistical differences with regard to the number of risk factors, mental distress-induced hemodynamic alterations, usage of medications, presented symptoms, presence or absence of coronary disease and variations of ejection fraction and final systolic volume of Gated SPECT. CONCLUSION: In a selected sample of patients with thoracic pain and normal myocardial radionuclide imaging, the research of myocardial ischemia induced by mental distress through radionuclide imaging may be positive in up to 40% of cases.

Barbirato, Gustavo Borges; Félix, Renata; Azevedo, Jader Cunha de; Corrêa, Patrícia Lavatori; Nóbrega, Antônio Claudio Lucas de; Coimbra, Alexandro; Volschan, André; Mesquita, Evandro Tinoco; Dohmann, Hans Fernando Rocha; Mesquita, Cláudio Tinoco

2010-03-01

113

Tos prolongada como manifestación inicial de la arteritis de la temporal Prolonged cough as initial symptom of temporal arteritis  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available La tos prolongada puede ser un desafío diagnóstico y terapéutico. Presentamos el caso de un enfermo de 62 años con tos seca y quebrantamiento del estado general durante cuatro semanas, seguido de un síndrome febril prolongado cuyo diagnóstico final fue arteritis de la temporal, con confirmación por anatomía patológica. El dolor en los pabellones auriculares al adoptar el decúbito lateral fue otro síntoma interesante. La tos prolongada puede ser una manifestación inicial de la arteritis temporal en adultos mayores.Prolonged cough could be a diagnostic and therapeutic dilemma. We present here the case of an elder man who suffered from a dry cough and malaise during four weeks, followed by a fever of unknown origin. After many studies and review of symptoms, a biopsy of the temporal artery confirmed a giant cell arteritis. Cough and malaise could be an early symptom of temporal arteritis in elderly patients. Pain in the outer ear on the lateral decubitus could be another interesting symptom in this disease.

María E Galván; Miguel J Maxit

2007-01-01

114

Tos prolongada como manifestación inicial de la arteritis de la temporal/ Prolonged cough as initial symptom of temporal arteritis  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in spanish La tos prolongada puede ser un desafío diagnóstico y terapéutico. Presentamos el caso de un enfermo de 62 años con tos seca y quebrantamiento del estado general durante cuatro semanas, seguido de un síndrome febril prolongado cuyo diagnóstico final fue arteritis de la temporal, con confirmación por anatomía patológica. El dolor en los pabellones auriculares al adoptar el decúbito lateral fue otro síntoma interesante. La tos prolongada puede ser una manifestación inicial de la arteritis temporal en adultos mayores. Abstract in english Prolonged cough could be a diagnostic and therapeutic dilemma. We present here the case of an elder man who suffered from a dry cough and malaise during four weeks, followed by a fever of unknown origin. After many studies and review of symptoms, a biopsy of the temporal artery confirmed a giant cell arteritis. Cough and malaise could be an early symptom of temporal arteritis in elderly patients. Pain in the outer ear on the lateral decubitus could be another interesting symptom in this disease.

Galván, María E; Maxit, Miguel J

2007-12-01

115

Protective effect of N-acetylcysteine on kidney as a remote organ after skeletal muscle ischemia-reperfusion/ Efeito protetor da N-acetilcisteína no rim como um órgão remoto músculo esquelético após isquemia-reperfusão  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese OBJETIVO: Investigar se a N-acetilcisteína tem um efeito protetor contra a lesão renal como um órgão remoto músculo esquelético após isquemia-reperfusão em ratos. MÉTODOS: Vinte ratos Wistar machos foram distribuídos aleatoriamente em dois grupos experimentais: grupo isquemia-reperfusão (grupo I) e grupo isquemia-reperfusão N-acetilcisteína (grupo II). Após a anestesia de ketamina e xilazina, a artéria femoral foi exposta. Todos os animais foram submetidos (more) a 2h de isquemia pela oclusão da artéria femoral e 24h de reperfusão. Os ratos que foram tratados com N-acetilcisteína administrados IV na dose de 150 mgkg-1, imediatamente antes da reperfusão. Após 24h de reperfusão, as amostras de sangue foram coletadas e submetidas para avaliação de uréia, creatinina e, em seguida, os ratos foram sacrificados e rim esquerdo retirados para estudo histopatológico em microscopia de luz. RESULTADOS: A uréia (35 ± 7,84 mg.dL-1), creatinina (1,46 ± 0,47 mg.dL-1) os valores foram significativamente menores no grupo II (p=0,000). Estudo histopatológico renal do grupo I mostrou extensa necrose distal e proximal, células tubular e descamação das células epiteliais para o lúmen tubular, formação de elenco no túbulo e glomerulo, fibrose glomerular e hemorragia. Histopatologicamente houve uma diferença significativa (p=0,037) entre os dois grupos. CONCLUSÃO: A N-acetilcisteína foi capaz de diminuir a lesão renal induzida por reperfusão de isquemia do músculo esquelético em ratos. Abstract in english PURPOSE: To investigate whether N-acetylcysteine has a protective effect against renal injury as a remote organ after skeletal muscle ischemia-reperfusion in rats. METHODS: Twenty Wistar male rats were divided randomly into two experimental groups: group ischemia-reperfusion (group I) and group ischemia-reperfusion + N-acetylcysteine (group II). After ketamine and xylazine anesthesia, femoral artery was exposed. All animals were undergone 2h of ischemia by occlusion femor (more) al artery and 24h of reperfusion. Rats that were treated with N-acetylcysteine given IV at a dose of 150 mg/kg-¹, immediately before reperfusion. After 24h of reperfusion, the blood samples were collected and submitted for evaluation of plasmatic urea, creatinine values and then rats were euthanized and left kidney harvested for histopathological analysis under light microscopy. RESULTS: The urea (35±7.84 mg.dL-1), creatinine (1.46±0.47 mg.dL-1) values were significantly lower in group II (P=0.000). Renal histopathologic study in group I showed extensive distal and proximal tubular cells necrosis and sloughing of epithelial cells into the tubular lumen, cast formation in tubule and glomerul, glomerul fibrosis and hemorrhage. Histopathologically, there was a significant difference (p=0.037) between two groups. CONCLUSION: The N-acetylcysteine was able to decrease renal injury induced by skeletal muscle ischemia reperfusion in rats.

Takhtfooladi, Mohammad Ashrafzadeh; Jahanshahi, Amirali; Jahanshahi, Gholamreza; Sotoudeh, Amir; Takhtfooladi, Hamed Ashrafzadeh; Khansari, Mohammadreza

2012-09-01

116

Anastomose arterial extra-intracraniana para tratamento de paciente com isquemia cerebral refratária ao manejo clínico  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available A anastomose extra-intracraniana pode ser utilizada em casos selecionados de insuficiência vascular encefálica refratária ao tratamento clínico. Descrevemos um caso de isquemia encefálica em território de artéria cerebral média direita devida à oclusão da artéria carótida interna homolateral com conseqüente redução da perfusão e reserva vascular nos hemisférios frontal e parietal. Apesar do tratamento clínico, a melhora do déficit motor estava relacionada diretamente com a manutenção de níveis tensionais sistêmicos elevados pelo uso de vasopressor. Após anastomose extra-intracraniana término-lateral entre as artérias temporal superficial e cerebral média direita, houve melhora significativa da perfusão cerebral com remissão do déficit motor.

Falavigna Asdrubal; Ferraz Fernando Antonio Patriani; Breunig Juliano de Avelar; Michelin Marja Mandelli

2004-01-01

117

Tratamento cirúrgico dos aneurismas de ventrículo esquerdo e isquemia coronária  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese Desde os primeiros relatos sobre aneurismectomia do ventrículo esquerdo, vários aspectos foram estabelecidos. Existem controvérsias relacionadas à técnica ideal de reconstrução ventricular, seus efeitos na morfolofia, função ventricular, estado sintomático pós-operatório e sobrevida a longo prazo. Este estudo visa levantar a casuística do Serviço, observando as principais indicações e tratamento cirúrgico, o estado sintomático pré e pós-operatório e a (more) sobrevida imediata e tardia dos pacientes. Foram avaliados 12 portadores de aneurisma do ventrículo esquerdo, 9 masculinos, idade média de 60 anos, cujas principais indicações cirúrgicas foram angina (58%) e angina + insuficiência cardíaca (42%). O cateterismo cardíaco demonstrou acinesia/discinesia segmentar em 92% dos pacientes, aneurisma apical ou ântero-apical em 83% e doença coronária obstrutiva em 100%, acometendo 3 ou mais vasos em 75%; a artéria interventricular anterior foi mais comprometida (29%). A fração de ejeção variou de 32% a 66% e o encurtamento percentual de 15% a 36%. Todos foram submetidos a revascularização do miocárdio, 9 sofreram aneurismectomia do ventrículo esquerdo, 7 com sutura linear e 2 com reconstrução geométrica. O tempo médio de circulação extracorpórea e clampeamento aórtico foi 96 e 50 minutos para sutura linear e 180 e 86 para reconstrução geométrica. As principais intercorrências pós-operatórias foram síndrome de baixo débito cardíaco e fibrilação atrial (16%). A mortalidade hospitalar foi de 16%. Os pacientes encontram-se com seguimento médio de 15 meses, sobrevida geral de 75%; estão livres de angina 89%, aqueles operados por ICC estão em classe II. Esses fatores melhorando a qualidade de vida justificam a aneurismectomia. Abstract in english Since the first reports about left ventricular aneurysmectomy, many features have been established, but there are controversies concerning the ideal technique of left ventricular reconstruction and their effects on morphology, ventricular function, symptomatic state and longevity. This study was designed to evaluate the cases of left ventricular aneurysm relating the main surgical indications and treatment and the patients' symptomatic state before and after operation. Th (more) e study involves 12 patients with left ventricular aneurysm, nine males, mean age 60 years, whose main indications for surgery were angina (58%) and angina plus congestive heart failure (42%). Ventricular cineangiograms revealed an akinetic/dyskinetic segment in 92% of patients, apical or anteroapical aneurysm in 83% and coronary artery disease in 100%, affecting 3 or more vessels in 75%, the left anterior descending artery was most affected (29%). The ejection fraction ranged from 32% to 66%. All patients underwent coronary artery bypass grafting, nine had left ventricular aneurysmectomy, seven through linear closure and 2 through geometric reconstruction. The cardiopulmonary bypass and aortic cross-clamp mean time was 96 and 50 minutes for linear closure and 180 and 86 for geometric reconstruction. The main complications after surgery were low cardiac output and atrial fibrillation (16%). Hospital mortality rate was 16%. Patients have a mean follow up of 15 months, survival rate is 75%, those surgically treated for CHF are in class II and 89% are angina-free. These improvements in quality of life provide justification for aneurysmectomy.

LOURES, Danton R. da Rocha; CARVALHO, Roberto Gomes de; LIMA Jr., José Dantas de; COSTA, Mário Augusto Cray da; TISZKA, André Luís; DERGINT, André do Amaral; ABRÃO, Maurício Henrique; STAHLKE, Paulo Henrique; WOLKER, Rinaldo Luís; SCHMIDLIN, Carlos Augusto; BROMMELSTRÖET, Maricélia

1997-04-01

118

Tratamento cirúrgico dos aneurismas de ventrículo esquerdo e isquemia coronária  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Desde os primeiros relatos sobre aneurismectomia do ventrículo esquerdo, vários aspectos foram estabelecidos. Existem controvérsias relacionadas à técnica ideal de reconstrução ventricular, seus efeitos na morfolofia, função ventricular, estado sintomático pós-operatório e sobrevida a longo prazo. Este estudo visa levantar a casuística do Serviço, observando as principais indicações e tratamento cirúrgico, o estado sintomático pré e pós-operatório e a sobrevida imediata e tardia dos pacientes. Foram avaliados 12 portadores de aneurisma do ventrículo esquerdo, 9 masculinos, idade média de 60 anos, cujas principais indicações cirúrgicas foram angina (58%) e angina + insuficiência cardíaca (42%). O cateterismo cardíaco demonstrou acinesia/discinesia segmentar em 92% dos pacientes, aneurisma apical ou ântero-apical em 83% e doença coronária obstrutiva em 100%, acometendo 3 ou mais vasos em 75%; a artéria interventricular anterior foi mais comprometida (29%). A fração de ejeção variou de 32% a 66% e o encurtamento percentual de 15% a 36%. Todos foram submetidos a revascularização do miocárdio, 9 sofreram aneurismectomia do ventrículo esquerdo, 7 com sutura linear e 2 com reconstrução geométrica. O tempo médio de circulação extracorpórea e clampeamento aórtico foi 96 e 50 minutos para sutura linear e 180 e 86 para reconstrução geométrica. As principais intercorrências pós-operatórias foram síndrome de baixo débito cardíaco e fibrilação atrial (16%). A mortalidade hospitalar foi de 16%. Os pacientes encontram-se com seguimento médio de 15 meses, sobrevida geral de 75%; estão livres de angina 89%, aqueles operados por ICC estão em classe II. Esses fatores melhorando a qualidade de vida justificam a aneurismectomia.Since the first reports about left ventricular aneurysmectomy, many features have been established, but there are controversies concerning the ideal technique of left ventricular reconstruction and their effects on morphology, ventricular function, symptomatic state and longevity. This study was designed to evaluate the cases of left ventricular aneurysm relating the main surgical indications and treatment and the patients' symptomatic state before and after operation. The study involves 12 patients with left ventricular aneurysm, nine males, mean age 60 years, whose main indications for surgery were angina (58%) and angina plus congestive heart failure (42%). Ventricular cineangiograms revealed an akinetic/dyskinetic segment in 92% of patients, apical or anteroapical aneurysm in 83% and coronary artery disease in 100%, affecting 3 or more vessels in 75%, the left anterior descending artery was most affected (29%). The ejection fraction ranged from 32% to 66%. All patients underwent coronary artery bypass grafting, nine had left ventricular aneurysmectomy, seven through linear closure and 2 through geometric reconstruction. The cardiopulmonary bypass and aortic cross-clamp mean time was 96 and 50 minutes for linear closure and 180 and 86 for geometric reconstruction. The main complications after surgery were low cardiac output and atrial fibrillation (16%). Hospital mortality rate was 16%. Patients have a mean follow up of 15 months, survival rate is 75%, those surgically treated for CHF are in class II and 89% are angina-free. These improvements in quality of life provide justification for aneurysmectomy.

Danton R. da Rocha LOURES; Roberto Gomes de CARVALHO; José Dantas de LIMA Jr.; Mário Augusto Cray da COSTA; André Luís TISZKA; André do Amaral DERGINT; Maurício Henrique ABRÃO; Paulo Henrique STAHLKE; Rinaldo Luís WOLKER; Carlos Augusto SCHMIDLIN; Maricélia BROMMELSTRÖET

1997-01-01

119

INVESTIGAÇÃO DO USO DE HEPARINIZAÇÃO REGIONAL DURANTE ISQUEMIA ARTERIAL TEMPORÁRIA EM COELHOS  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da heparinização regional durante a isquemia arterial temporária em coelhos. Os parâmetros avaliados foram a medida do tempo de tromboplastina parcial ativada (TTPa) e a presença ou ausência de trombos ou edema endotelial nos vasos estudados. Foram utilizados 40 coelhos Nova Zelândia, distribuídos em dois grupos de 20 animais. Após dissecção e reparo da artéria ilíaca esquerda, realizou uma arteriotomia e introduziu-se um cateter de polietileno para injeção de solução de heparina no grupo experimento ou de soro fisiológico no grupo controle. O TTPa foi medido no início do experimento e após 90 minutos de isquemia, não sendo encontrado diferenças significantes entre os valores iniciais e ao final do experimento. Na avaliação microscópica não foi encontrada a presença de trombos nos vasos dos animais de ambos os grupos. Em apenas um animal do grupo controle houve a ocorrência de espessamento intimal e desarranjo da camada média, interpretado como edema endotelial, porém este dado não foi significante. Concluiu-se que a injeção intra-arterial de heparina na dose de 60 UI/kg peso não provocou alterações significantes na coagulação sistêmica do coelho, e que na ausência de lesão endotelial não ocorreu trombose dos vasos estudados, com ou sem a utilização de heparina.

Moreschi Junior Dorival; Nigro Amaury José Teixeira; Bandeira César Orlando Peralta; Seidel Amélia Cristina; Tormena Eloísa de Brida

1999-01-01

120

Modificaciones en la Captación de 99M-TC-SESTAMIBI inducidas por la prolongada de Dobutamina en bajas dosis.  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available El 99mTc-Sestamibi es utilizado rutinariamente en el campo de la Medicina Nuclear, y con particular éxito en la enfermedad coronaria y en la detección de tejido paratiroideo anómalo (adenomas e hiperplasias glandulares). La dobutamina es una catecolamina sintética que se utiliza en bajas dosis para estudiar la motilidad parietal cardíaca en ecocardiografía y en medicina nuclear en estudios gatillados (gated SPECT) con el mismo fin. En el presente trabajo se evalúan por primera vez, las modificaciones en la captación tisular de 99mTc-Sestamibi luego de la infusión prolongada de dobutamina en bajas dosis.MATERIAL Y MÉTODOS: Se evaluaron 2 grupos de pacientes. Grupo A: 13 pacientes con cardiopatía isquémica dilatada en los que se realizó estudio de perfusión miocárdica SPECT basal y post-infusión prolongada de dobutamina (IPD) en bajas dosis. Grupo B: 12 pacientes con paratohormona aumentada para detectar adenomas o hiperplasia paratiroidea a los que se les realizó centellograma seriado planar de cuello y tórax, en condiciones basales y post-IPD en bajas dosis.RESULTADO: En la mayoría de los pacientes incluídos en el análisis, las imagenes post- IPD en bajas dosis, mejoraron en relación a las "standard" en condiciones basales. En el 35 % de los segmentos (96/260) con actividad pico < 50 % en condiciones basales, hubo un incremento de la captación superior al 10 % en el estudio de perfusión post-IPD en bajas dosis; y en 8/12 pacientes con hiperparatiroidismo, las imágenes post-IPD en bajas dosis mejoraron con respecto a las basales, y en ningún caso éstas fueron superiores a las post-IPD en bajas dosis. La relación de captación entre tumor/tiroides fue 1.062 +/- 0.054 en condiciones basales y 1.323 +/- 0.060 luego de IPD en bajas dosis (p < 0.0001).CONCLUSIÓN: Se demostró una importante modificación de la captación de 99mTc-Sestamibi luego de la infusión prolongada (60 minutos) de dobutamina en bajas dosis, permitiendo la observación de tejido anómalo no evidenciado en los centellogramas basales, o mejorándola significativamente. Esta metodología puede representar una contribución de relevancia clínica en la detección de miocardio viable y de adenomas e hiperplasias paratiroideas.

Schneck, Silvio O., Dr.; Pisterman, Adrián. Dr.; Coronel, Karina S. Dra.; Molteni, Susana. Dra.; Sarobe, Héctor J. Dr.; Sr. Lema, Martín

2002-01-01

 
 
 
 
121

Comparação das variáveis eletromiográficas e cinemáticas entre uma corrida do "triathlon" e uma corrida prolongada/ Comparison of electromyographic and kinematics variables between a triathlon running and a prolonged running  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese A corrida e o ciclismo realizados com uma mesma duração e intensidade podem apresentar diferentes respostas biomecânicas e metabólicas durante um protocolo de fadiga devido à sobrecarga mecânica e à especificidade técnica de cada modalidade. O objetivo do presente estudo foi avaliar os efeitos da fadiga proveniente de uma corrida de 10 km, precedida por ciclismo ou corrida, no padrão de passada e no sinal eletromiográfico (EMG). Nove triatletas do sexo masculino (more) com tempo de prática superior a dois anos participaram do estudo. Os testes foram realizados em duas etapas: corrida do "triathlon" (40 km de ciclismo seguidos de 10 km de corrida) e corrida prolongada (corrida com duração igual ao tempo que o atleta levou para percorrer os 40 km de ciclismo, seguidos de mais 10 km de corrida). Uma análise cinemática (frequência e amplitude de passada) e eletromiográfica correspondentes às 10 passadas registradas no 5º km de cada corrida foi realizada. As curvas de EMG foram retificadas e filtradas para cálculo das curvas de RMS. A partir da média das curvas de EMG foram obtidos os valores de pico de RMS para os músculos reto femoral, vasto lateral e bíceps femoral. Maiores valores de frequência de passada e do sinal EMG do músculo bíceps femoral foram obtidos na corrida prolongada quando comparada com a corrida do "triathlon". Esses resultados parecem estar relacionados a maior fadiga proveniente da corrida prolongada devido às maiores exigências mecânicas. Abstract in english Running and cycling executed with the same duration and intensity may produce different biomechanical and metabolical responses during a fatigue protocol due to the mechanical overload and technical specificity of each modality. The purpose of this study was to evaluate the fatigue effects resultant from a 10 km running, preceded by cycling or running, on the stride pattern and electromyographic (EMG) signal. Nine male triathletes with over two years of experience partici (more) pated in the study. The tests were carried out in two phases: triathlon running (40 km of cycling followed by 10 km of running) and prolonged running (running with equal duration of time of the 40 km of cycling, followed by more 10 km of running). Kinematic analysis (stride frequency and amplitude) and EMG analysis were performed on ten strides recorded at the 5th km and at the 10th km (final running period). The EMG curves were rectified and filtered prior to the calculation of the RMS curves. From the average of the ten EMG curves, the peak RMS values for the following muscles were obtained: rectus femoris, vastus lateralis, biceps femoris. Higher stride frequency and EMG signals were obtained for biceps femoris muscle on the prolonged compared to the triathlon running. These results seem related to a higher fatigue in the prolonged running due to it's higher mechanical demands.

Fraga, Carina Helena Wasem; Bianco, Roberto; Serrão, Júlio Cerca; Souza, Pedro Ernesto Sales de; Amadio, Alberto Carlos; Guimarães, Antônio Carlos Stringhini; Vaz, Marco Aurélio

2013-01-01

122

Comparação das variáveis eletromiográficas e cinemáticas entre uma corrida do "triathlon" e uma corrida prolongada/ Comparison of electromyographic and kinematics variables between a triathlon running and a prolonged running  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese A corrida e o ciclismo realizados com uma mesma duração e intensidade podem apresentar diferentes respostas biomecânicas e metabólicas durante um protocolo de fadiga devido à sobrecarga mecânica e à especificidade técnica de cada modalidade. O objetivo do presente estudo foi avaliar os efeitos da fadiga proveniente de uma corrida de 10 km, precedida por ciclismo ou corrida, no padrão de passada e no sinal eletromiográfico (EMG). Nove triatletas do sexo masculino (more) com tempo de prática superior a dois anos participaram do estudo. Os testes foram realizados em duas etapas: corrida do "triathlon" (40 km de ciclismo seguidos de 10 km de corrida) e corrida prolongada (corrida com duração igual ao tempo que o atleta levou para percorrer os 40 km de ciclismo, seguidos de mais 10 km de corrida). Uma análise cinemática (frequência e amplitude de passada) e eletromiográfica correspondentes às 10 passadas registradas no 5º km de cada corrida foi realizada. As curvas de EMG foram retificadas e filtradas para cálculo das curvas de RMS. A partir da média das curvas de EMG foram obtidos os valores de pico de RMS para os músculos reto femoral, vasto lateral e bíceps femoral. Maiores valores de frequência de passada e do sinal EMG do músculo bíceps femoral foram obtidos na corrida prolongada quando comparada com a corrida do "triathlon". Esses resultados parecem estar relacionados a maior fadiga proveniente da corrida prolongada devido às maiores exigências mecânicas. Abstract in english Running and cycling executed with the same duration and intensity may produce different biomechanical and metabolical responses during a fatigue protocol due to the mechanical overload and technical specificity of each modality. The purpose of this study was to evaluate the fatigue effects resultant from a 10 km running, preceded by cycling or running, on the stride pattern and electromyographic (EMG) signal. Nine male triathletes with over two years of experience partici (more) pated in the study. The tests were carried out in two phases: triathlon running (40 km of cycling followed by 10 km of running) and prolonged running (running with equal duration of time of the 40 km of cycling, followed by more 10 km of running). Kinematic analysis (stride frequency and amplitude) and EMG analysis were performed on ten strides recorded at the 5th km and at the 10th km (final running period). The EMG curves were rectified and filtered prior to the calculation of the RMS curves. From the average of the ten EMG curves, the peak RMS values for the following muscles were obtained: rectus femoris, vastus lateralis, biceps femoris. Higher stride frequency and EMG signals were obtained for biceps femoris muscle on the prolonged compared to the triathlon running. These results seem related to a higher fatigue in the prolonged running due to it's higher mechanical demands.

Fraga, Carina Helena Wasem; Bianco, Roberto; Serrão, Júlio Cerca; Souza, Pedro Ernesto Sales de; Amadio, Alberto Carlos; Guimarães, Antônio Carlos Stringhini; Vaz, Marco Aurélio

2013-06-01

123

Comparação das variáveis eletromiográficas e cinemáticas entre uma corrida do "triathlon" e uma corrida prolongada Comparison of electromyographic and kinematics variables between a triathlon running and a prolonged running  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available A corrida e o ciclismo realizados com uma mesma duração e intensidade podem apresentar diferentes respostas biomecânicas e metabólicas durante um protocolo de fadiga devido à sobrecarga mecânica e à especificidade técnica de cada modalidade. O objetivo do presente estudo foi avaliar os efeitos da fadiga proveniente de uma corrida de 10 km, precedida por ciclismo ou corrida, no padrão de passada e no sinal eletromiográfico (EMG). Nove triatletas do sexo masculino com tempo de prática superior a dois anos participaram do estudo. Os testes foram realizados em duas etapas: corrida do "triathlon" (40 km de ciclismo seguidos de 10 km de corrida) e corrida prolongada (corrida com duração igual ao tempo que o atleta levou para percorrer os 40 km de ciclismo, seguidos de mais 10 km de corrida). Uma análise cinemática (frequência e amplitude de passada) e eletromiográfica correspondentes às 10 passadas registradas no 5º km de cada corrida foi realizada. As curvas de EMG foram retificadas e filtradas para cálculo das curvas de RMS. A partir da média das curvas de EMG foram obtidos os valores de pico de RMS para os músculos reto femoral, vasto lateral e bíceps femoral. Maiores valores de frequência de passada e do sinal EMG do músculo bíceps femoral foram obtidos na corrida prolongada quando comparada com a corrida do "triathlon". Esses resultados parecem estar relacionados a maior fadiga proveniente da corrida prolongada devido às maiores exigências mecânicas.Running and cycling executed with the same duration and intensity may produce different biomechanical and metabolical responses during a fatigue protocol due to the mechanical overload and technical specificity of each modality. The purpose of this study was to evaluate the fatigue effects resultant from a 10 km running, preceded by cycling or running, on the stride pattern and electromyographic (EMG) signal. Nine male triathletes with over two years of experience participated in the study. The tests were carried out in two phases: triathlon running (40 km of cycling followed by 10 km of running) and prolonged running (running with equal duration of time of the 40 km of cycling, followed by more 10 km of running). Kinematic analysis (stride frequency and amplitude) and EMG analysis were performed on ten strides recorded at the 5th km and at the 10th km (final running period). The EMG curves were rectified and filtered prior to the calculation of the RMS curves. From the average of the ten EMG curves, the peak RMS values for the following muscles were obtained: rectus femoris, vastus lateralis, biceps femoris. Higher stride frequency and EMG signals were obtained for biceps femoris muscle on the prolonged compared to the triathlon running. These results seem related to a higher fatigue in the prolonged running due to it's higher mechanical demands.

Carina Helena Wasem Fraga; Roberto Bianco; Júlio Cerca Serrão; Pedro Ernesto Sales de Souza; Alberto Carlos Amadio; Antônio Carlos Stringhini Guimarães; Marco Aurélio Vaz

2013-01-01

124

Long-term creatine supplementation improves the aerobic capacity of horses Suplementação prolongada com creatina melhora a capacidade aeróbica de eqüinos  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available The aim of the present study was to investigate the effect of long-term oral supplementation of creatine on the physiological responses to aerobic training. Twelve purebred Arabian horses were submitted to aerobic training for 90 days, with and without creatine supplementation which consisted of the daily administration of 75g of creatine monohydrate mixed into the ration for 90 days of training. Physical conditioning was conducted on a high performance treadmill and training intensity was stipulated by calculating the V4 (velocity at which blood lactate reaches 4mmol L-1) determined monthly for each animal. The individual intensity of physical force at 80% of aerobic threshold was established. An incremental exercise test was used to set the individual V4. After a warm up period of 4 min at 4m s-1, the speed was increased at 2min intervals to 6, 8 and 10m s-1. The blood samples were collected 15s before the end of each step to determine the concentration of lactate, packed cell volume, hemoglobin and red cell values. The results demonstrated a significant increase (PO objetivo do presente estudo foi investigar os efeitos da suplementação oral com creatina sobre respostas fisiológicas ao treinamento aeróbico. Doze cavalos da raça Puro Sangue Árabe foram submetidos a treinamento aeróbico por 90 dias, com ou sem suplementação com creatina, que consistia da administração diária de 75g de monoidrato de creatina misturada à ração durante os 90 dias de treinamento. O treinamento físico foi conduzido exclusivamente em esteira rolante de alto desempenho sendo a intensidade do treinamento estabelecida em 80% da velocidade obtida através da V4 (velocidade na qual a concentração sangüínea de lactato atinge 4mmol L-1) determinada mensalmente para cada animal. Para o estabelecimento da V4 individual foi empregado um teste físico de esforço crescente em que, após um período de aquecimento de 4min a 4m s-1, a velocidade era aumentada à cada intervalo de dois minutos, para 6, 8 e 10m s-1. As amostras sangüíneas foram coletadas 15s antes do témino de cada intervalo para a determinação do lactato, hematócrito, hemoglobina e eritrócitos. Os resultados demonstraram um aumento significativo (P<0,05) da V4 dos animais que receberam creatina por 60 e 90 dias quando comparados, no mesmo período, com os animais que não receberam a suplementação. As outras variáveis hematológicas não apresentaram alterações. É possível sugerir que a suplementação prolongada com creatina pode promover efeitos benéficos no desempenho atlético de eqüinos.

Guilherme de Camargo Ferraz; Antônio Raphael Teixeira-Neto; Flora Helena de Freitas D’Angelis; José Corrêa de Lacerda-Neto; Antonio de Queiroz-Neto

2006-01-01

125

Precondicionamiento farmacológico con sildenafilo del riñón con isquemia normotérmica/ Pharmacological preconditioning with sildenafil of the warm ischemic kidney  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in spanish Objetivos: Evaluar el posible efecto pre-condicionador de sildenafilo en riñones sometidos a isquemia normotérmica, perfusión hipotérmica y posterior autotrasplante. Material y Métodos: Estudiamos 6 grupos de órganos autotrasplantados: control sin isquemia y autotrasplante inmediato (grupo A); control con 45 min de isquemia y autotrasplante inmediato (grupo B); isquemia + perfusión del órgano en bomba y autotrasplante (grupo C); isquemia + conservación mediante h (more) ipotermia simple en solución UW y autotrasplante (grupo D); 100 mg vo sildenafilo preoperatorio+isquemia+perfusión en bomba y autotrasplante (grupo D); 100 mg vo sildenafilo preoperatorio+ isquemia+ autotrasplante inmediato (grupo E). Evaluamos durante los 60 minutos de reperfusión postrasplante los valores medios de flujo vascular renal (FVR), resistencia vascular renal (RVR), presión arterial sistémica (PAS) y concentración de óxido nítrico en vena del injerto renal (ON). Realizamos estudio histológico mediante microscopia electrónica y convencional en todos los casos. Resultados: Obtuvimos unos valores medios de flujo vascular renal (FVR) mayores, resistencia vascular renal menor (RVR) y concentraciones de óxido nítrico en vena del injerto (ON) mayores en los primeros 60 min de reperfusión renal postrasplante en los grupos E y F frente a A,B,C y D (Tabla 1, Fig. 1). Desde el punto de vista histológico, los órganos sometidos a trasplante sin isquemia, perfundidos tras la isquemia o tratados preoperatoriamente con sildenafilo mostraron integridad túbulo-endotelial en los estudios microscópicos. Conclusiones: Mostramos, por primera vez en la literatura específica, un efecto beneficioso de sildenafilo en los parámetros obtenidos en la reperfusión postrasplante en los riñones sometidos a isquemia normotérmica durante un periodo crítico. Abstract in english Objectives. To evaluate the preconditioning effect of sildenafil administered preoperatively in kidneys subjected to a period of warm ischemia (WI), hypothermic perfusion (HP) or cold storage (CS) and finally, autotransplant (AT). Material and method. We studied 6 groups of autotransplanted kidneys: no-WI-inmediate AT (Group A); 45 min of WI + immediate AT (Group B); 45 min of WI + 60 min of HP + autotransplant (Group C); 45 min of WI + 60 min of CS + autotransplant (Grou (more) p D); 100 mg of oral sildenafil preoperatively + 45 min of WI + autotransplant (Group E); 100 mg of oral sildenafil preoperatively + 45 min of WI+60 min of HP + autotransplant (Group F). Belzer solution was used for HP; UW-Viaspan for CS. Inmediately after the autotransplant (reperfusion period), we recorded in real time for 60 min the values of Renal vascular Flow (RVF) and Renal Vascular Resistance (RVR). Nitric Oxide levels in the cava and renal graft vein were recorded every 15 min during the 60 min of the reperfusion-study period. Conventional & Electronic microscopy were completed after the process. Results. We obtained significant higher values of RVF and lower values of RVR in sildenafil groups (E and F) in comparison to the other groups (A-D) (Table 1). NO levels were also significantly higher in groups E and F (Fig. 1). Groups A, B, E and F showed integrity of tubule and endothelium in comparison to groups C and D in the microscopic study. Conclusions. We showed a beneficious effect of sildenafil in inmediate post-transplant reperfusion hemodynamic and biochemical parameters of kidneys subjected to a critical period of warm-ischemia.

Lledó García, E.; Rodríguez Martínez, D.; Cabello Benavente, R.; Dulín, Elena; García Bordas, J.; Fernández Álvarez, E.; Hernández Fernández, C.; del Cañizo López, J.F.

2008-01-01

126

Effect of alpha-tocopherol on the ischemia/reperfusion lesions induced in the hindlimb of rats/ Efeitos do alfa-tocoferol nas lesões de isquemia-reperfusão induzidas em pata direita de ratos  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese Recentes estudos demonstraram que os radicais livres de oxigênio parecem desempenhar papel importante nas lesões de isquemia-reperfusão. O alfa-tocoferol(AT) age in vivo como um anti-oxidante. Nosso objetivo foi o de verificar se o AT atenuava as lesões de isquemia-reperfusão em pata direita de ratos. Os animais, randomizados, foram divididos nos seguintes grupos(G): G1-controle sem isquemia; G2 e G3 - quatro horas isquemia e duas reperfusão. Os animais do G2 foram (more) tratados com salina e os do G3 com AT, 50mg/kg. Como parâmetros examinamos as alterações de volume e circunferência do pé direito ao longo do experimento, assim como a captação de 99mTc-pirofosfato e a microscopia eletrônica de transmissão do músculo soleus direito. Os aumentos de volume e circunferência do pé dos animais do G2 foram estatisticamente maiores quando comparados com o G1. As medidas do G3 não diferiram do G1. A captação de 99mTc-pirofosfato foi bem aumentada nos G2 e G3, quando comparados ao G1, porém sem diferenças entre os grupos isquêmicos. As lesões ao MET foram menos intensas em três animais do G3, quando comparados ao G2. Conclusão: O tratamento com AT diminuiu a formação do edema mas só protegeu parcialmente as células musculares contra as lesões de isquemia-reperfusão. Abstract in english Studies indicate that oxygen-derived free radicals may play a major role in ischemia-reperfusion injury. Alpha-tocopherol acts in vivo as a free radical scavenger. Our purpose was to elucidate whether alpha-tocopherol could change the evolution of ischemia/reperfusion in the right hindlimb of rats. The animals were randomly allocated in the following groups: Group 1(G1)- control without ischemia. Groups 2 and 3(G2,3): four hours ischemia and two hours reperfusion. The ani (more) mals of group 2 were treated with saline and those of the group 3, treated with alpha-tocopherol, 50 mg/Kg. Parameters were the foot volume and circumference, 99mTc-Pyrophosfate uptake in the soleus muscle, plasmatic creatine-phosphokinase (CPK), and transmition eletronic microscopy (TEM)of muscle cells. The foot volume and circumference of the animals of G2 were significantly greater than in G1. In the G3 these measurements did not differ from the G1. Pyrophosphate uptake and CPK measurements were increased in G2,G3 when compared to the animals of G1, but there were no differences between the ischemic groups. Cell injury, when examined by TEM, was less severe in two of three animals of G3, when compared to the G2. Conclusion: The treatment with alpha-tocopherol diminuished edema formation, but only partially protected muscle cells from injury.

Bitu-Moreno, José; Gregório, Eliza Aparecida; Maffei, Francisco Humberto A.

2001-06-01

127

Trimetazidina na injúria de isquemia e reperfusão em cirurgia de revascularização do miocárdio/ Trimetazidine on ischemic injury and reperfusion in coronary artery bypass grafting  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese FUNDAMENTO: A injúria de isquemia e reperfusão constitui um mecanismo fisiopatológico frequente e de difícil controle durante a Cirurgia de Revascularização do Miocárdio (CRVM) com circulação extracorpórea, sendo o momento crítico o término da cirurgia, quando ocorre o desclampeamento da aorta e a liberação dos radicais hiperóxidos causadores da injúria. OBJETIVO: Avaliar, em estudo prospectivo, duplo-cego randomizado, controlado com placebo, os efeitos da (more) Trimetazidina (Tmz) sobre a injúria de isquemia e reperfusão miocárdica, identificando a variação dos marcadores plasmáticos de agressão miocárdica (troponina T e Cpk-Mb), e as alterações ecocardiográficas da função ventricular. MÉTODOS: Foram estudados 60 pacientes, divididos em dois grupos (Placebo e Tmz) com, no máximo, disfunção ventricular leve, estratificados por ecocardiografia e recebendo medicação/placebo na dose - no pré-operatório sem medicação, 12 a 15 dias de medicação/placebo colhida cinco minutos após o desclampeamento aórtico, e nas 12, 24 e 48 horas seguintes. RESULTADOS: Tanto a troponina T como a CpK-Mb atingiram valores altamente significativos (p = 0,0001) no grupo tratado em relação ao grupo controle nos quatro momentos analisados ? 5 min, 12 h, 24 h e 48 h. As variáveis ecocardiográficas não evidenciaram mudanças evolutivas em cada grupo isoladamente e quando comparados em conjunto. CONCLUSÃO: A trimetazidina mostrou-se eficaz na redução da injúria de isquemia e reperfusão, não interferiu na função ventricular esquerda, e não foram observados efeitos colaterais. Abstract in english BACKGROUND: The ischemia and reperfusion ischemia is a common physiopathological mechanisms, which has difficult control during Coronary Artery Bypass Grafting (CABG) with cardiopulmonary bypass, the critical moment of which happening by the end of surgery, when there is declamping of aorta and release of hyperoxic radicals causing the injury. OBJECTIVE: Evaluate, in a randomized double-blind prospective study, controlled with placebo, the effects of Trimetazidine (Tmz) o (more) n ischemic injury and myocardial reperfusion, identifying the change in plasma markers of a myocardial aggression (troponin T and CPK-MB), and echocardiographic changes of ventricular function. METHODS: We studied 60 patients divided in two groups (placebo and Tmz) with mild ventricular dysfunction at the most, stratified by echocardiography and receiving medication/placebo at a dose of 20 mg/3x/day, starting from 12 to 15 days after pre-operative period up to 5 to 8 days after post-operative period. Troponin T and Cpk-Mb were measured preoperatively without medication, 12 to 15 days of medication/placebo taken five minutes after aortic declamping, and at subsequent 12, 24 and 48 hours. RESULTS: Both Troponin T and Cpk-Mb reached highly significant values (p = 0.0001) in the treated group compared to the control group at the four moments analyzed - 5 min, 12h, 24h and 48h. The echocardiographic variables did not show evolutive changes in each group severally considered and when compared among themselves. CONCLUSION: Trimetazidine was effective in reducing ischemic injury and reperfusion, had no effect on left ventricular function, and no side effects were observed.

Martins, Gerez Fernandes; Siqueira Filho, Aristarco Gonçalves de; Santos, João Bosco de Figueiredo; Assunção, Claudio Roberto Cavalcanti; Bottino, Francisco; Carvalho, Káttia Gerúndio de; Valência, Alberto

2011-09-01

128

Trimetazidina na injúria de isquemia e reperfusão em cirurgia de revascularização do miocárdio Trimetazidine on ischemic injury and reperfusion in coronary artery bypass grafting  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available FUNDAMENTO: A injúria de isquemia e reperfusão constitui um mecanismo fisiopatológico frequente e de difícil controle durante a Cirurgia de Revascularização do Miocárdio (CRVM) com circulação extracorpórea, sendo o momento crítico o término da cirurgia, quando ocorre o desclampeamento da aorta e a liberação dos radicais hiperóxidos causadores da injúria. OBJETIVO: Avaliar, em estudo prospectivo, duplo-cego randomizado, controlado com placebo, os efeitos da Trimetazidina (Tmz) sobre a injúria de isquemia e reperfusão miocárdica, identificando a variação dos marcadores plasmáticos de agressão miocárdica (troponina T e Cpk-Mb), e as alterações ecocardiográficas da função ventricular. MÉTODOS: Foram estudados 60 pacientes, divididos em dois grupos (Placebo e Tmz) com, no máximo, disfunção ventricular leve, estratificados por ecocardiografia e recebendo medicação/placebo na dose - no pré-operatório sem medicação, 12 a 15 dias de medicação/placebo colhida cinco minutos após o desclampeamento aórtico, e nas 12, 24 e 48 horas seguintes. RESULTADOS: Tanto a troponina T como a CpK-Mb atingiram valores altamente significativos (p = 0,0001) no grupo tratado em relação ao grupo controle nos quatro momentos analisados ? 5 min, 12 h, 24 h e 48 h. As variáveis ecocardiográficas não evidenciaram mudanças evolutivas em cada grupo isoladamente e quando comparados em conjunto. CONCLUSÃO: A trimetazidina mostrou-se eficaz na redução da injúria de isquemia e reperfusão, não interferiu na função ventricular esquerda, e não foram observados efeitos colaterais.BACKGROUND: The ischemia and reperfusion ischemia is a common physiopathological mechanisms, which has difficult control during Coronary Artery Bypass Grafting (CABG) with cardiopulmonary bypass, the critical moment of which happening by the end of surgery, when there is declamping of aorta and release of hyperoxic radicals causing the injury. OBJECTIVE: Evaluate, in a randomized double-blind prospective study, controlled with placebo, the effects of Trimetazidine (Tmz) on ischemic injury and myocardial reperfusion, identifying the change in plasma markers of a myocardial aggression (troponin T and CPK-MB), and echocardiographic changes of ventricular function. METHODS: We studied 60 patients divided in two groups (placebo and Tmz) with mild ventricular dysfunction at the most, stratified by echocardiography and receiving medication/placebo at a dose of 20 mg/3x/day, starting from 12 to 15 days after pre-operative period up to 5 to 8 days after post-operative period. Troponin T and Cpk-Mb were measured preoperatively without medication, 12 to 15 days of medication/placebo taken five minutes after aortic declamping, and at subsequent 12, 24 and 48 hours. RESULTS: Both Troponin T and Cpk-Mb reached highly significant values (p = 0.0001) in the treated group compared to the control group at the four moments analyzed - 5 min, 12h, 24h and 48h. The echocardiographic variables did not show evolutive changes in each group severally considered and when compared among themselves. CONCLUSION: Trimetazidine was effective in reducing ischemic injury and reperfusion, had no effect on left ventricular function, and no side effects were observed.

Gerez Fernandes Martins; Aristarco Gonçalves de Siqueira Filho; João Bosco de Figueiredo Santos; Claudio Roberto Cavalcanti Assunção; Francisco Bottino; Káttia Gerúndio de Carvalho; Alberto Valência

2011-01-01

129

La circulación cerebral en condiciones normales y patológicas: Parte I: hipertensión endocraneana e isquemia secundaria  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Las isquemias en pacientes que han fallecido por TEC grave se distribuyen predominantemente en territorios centrales y serían secundarias a distorsión y oclusión de los vasos perforantes por desplazamiento y hernia. Algunas lesiones centrales, podrían ser primarias. La isquemia por disminución de la PP por hipertensión endocraneana es menos frecuente que la debida a distorsión vascular. Por lo tanto, pareciera ser más importante para la fisiopatología de la isquemia, el desplazamiento y hernia, que la presión de perfusión. El infarto se produce cuando el flujo no puede abastecer las necesidades metabólicas mínimas (penumbra) es decir, es menor de 20 ml/ 100gr/min, correspondiente a una PP entre 25 y 40mm Hg. No conocemos bien los factores que pueden prolongar la penumbra. Es posible que en focos traumáticos la PP sea menor que la medida con las técnicas habituales, pero debería investigarse en qué casos produce isquemia. Por la lesión primaria, estas zonas pueden tener necesidades metabólicas despreciables. La oxidación de la glucosa puede estar impedida en zonas isquémicas y acumularse metabolitos ácidos que son dañinos para la neurona. Es posible que las ondas en "plateau" no sean patógenas por sí mismas sino por causas estructurales concomitantes. Las oscilaciones no rítmicas de volumen son normales probablemente en todos los órganos. Oscilaciones de volumen de la lesión podrían ser otro factor desencadenante de ondas A. La pulsación cerebral es transmitida a las venas intracraneanas y, a través de la columna sanguínea, a los senos durales, por las características de caja cerrada del cráneo. La craniectomía descompresiva podría ser forzada por una terapia de la presión de perfusión exagerada. Presiones de perfusión por encima de 50 mm Hg podrían provocar edema y hemorragia en zonas contusas en vasoparálisis. La craniectomía descompresiva está indicada en casos de edema de reperfusión, y debería realizarse precozmente. Las venas cerebrales no se colapsan durante el proceso de hipertensión endocraneana. La sangre de los senos sigmoideos puede tener contenidos diferentes de uno u otro lado en casos patológicos, mientras que éstos son similares en pacientes normales. Estudios del flujo o composición química de la sangre en el seno recto podrían ser de ayuda para la terapéutica y el pronóstico de pacientes con lesiones cerebrales agudas. Los cambios de velocidad circulatoria en los golfos yugulares podrían dar una idea aproximada de las variaciones de flujo cerebral global.The ischemic lesions in dead patients from severe head injury are distributed predominantly in central territories, and could be secondary to distortion and occlussion of perforant vessels during encephalic desplacement and herniation. Some central lesions could also be primary. The ischemic lesions secondary to diminution of CPP during intracranial hipertension are less frequent than those due to vascular distortion. Thus, it seems physiopathologically more important desplacement and herniation than CPP. A cerebral infarct occurs when CBF is inadequate to support the basic metabolic needs or is lower than 20 ml/ 100 gm/ min., corresponding with a CPP between 35 - 40 mm Hg. The while during which the cell rests viable is not well known. Within traumatic foci, CPP could be lower than mesured by general methods, but ischemia sould not obligatorily follow it. The metabolic needs of those areas could be lowered because of primary cellular necrosis. The oxidative metabolism of glucose could be impaired during ischemia, producing accumulation of deleterious acid metabolites to the neuron. It is possible that "plateau waves" be pathogenic not by itself, but by concomitant structural causes. Nonrhytmic oscilations of volume are normal probably in all organs. Oscillations in volume of the same lesion could be another cause of plateau waves. Decompressive craniectomy could be forced by an exaggerated CPP therapy. CPP over 50 mmHg could produce edema and hemorhage in contused brain in vaso pa

Horacio Fontana; Héctor Belziti; Flavio Requejo; Mario Recchia; Sebastián Buratti

2007-01-01

130

Preconditioning with L-alanyl-glutamine reduces hepatic ischemia-reperfusion injury in rats/ Pré-condicionamento com L-alanil-glutamina reduz a lesão de isquemia-reperfusão no fígado de ratos  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese OBJETIVO: Avaliar os efeitos do pré-condicionamento com L-alanil-glutamina (L-Ala-Gln) em ratos submetidos à isquemia hepática total. MÉTODOS: Trinta ratos Wistar, peso médio 300g foram divididos aleatoriamente em três grupos (n = 10): G-1 - Saline, G-2: L-Ala-Gln, G-3: controle. G-1 e G-3 grupos foram tratados com 2,0 ml de solução salina ou L-Ala-Gln (0,75 mg / kg) intraperitoneal (ip), respectivamente, duas horas antes da laparotomia. Ratos anestesiados foram s (more) ubmetidos à laparotomia e isquemia hepática total (30 minutos) induzida por pinçamento da tríade portal. O grupo controle foi submetido à punção peritoneal, duas horas antes da operação simulada (apenas laparotomia). No final da isquemia, o fígado foi reperfundido por 60 minutos. As amostras de sangue foram colhidas ao término da reperfusão para determinação das concentrações alanina aminotransferase (ALT) e desidrogenase láctica (LDH). O lobo médio do fígado foi removido para estudo imuno-histoquímico com anticorpo para caspase-3. RESULTADOS: Houve diminuição significante (p Abstract in english PURPOSE: To evaluate the effects of pre-conditioning with L-alanyl- glutamine (L-Ala-Gln) in rats subjected to total hepatic ischemia. METHODS: Thirty Wistar rats, average weight 300g, were randomly assigned to 3 groups (n=10): G-1 - Saline, G-2- L-Ala-Gln, G-3-control (Sham). G-1 and G-3 groups were treated with saline 2.0 ml or L-Ala-Gln (0.75mg/Kg) intraperitoneally (ip) respectively, 2 hours before laparotomy. Anesthetized rats were subjected to laparotomy and total h (more) epatic ischemia (30 minutes) induced by by clamping of portal triad. Control group underwent peritoneal puncture, two hours before the sham operation (laparotomy only). At the end of ischemia (G1 and G2), the liver was reperfused for 60 minutes. Following reperfusion blood samples were collected for evaluation of alanine aminotransferase (ALT) and lactate dehydrogenase (LDH) levels. Liver (medium lobe) was removed for immunohistochemistry study with antibody for Caspase-3. RESULTS: It was found a significant decrease (p

Araújo Júnior, Raimundo José Cunha; Silva Júnior, Raimundo Gerônimo da; Vasconcelos, Marcelo Pinho Pessoa de; Guimarães, Sérgio Botelho; Vasconcelos, Paulo Roberto Leitão de; Garcia, José Huygens Parente

2011-01-01

131

Ketone bodies metabolism during ischemic and reperfusion brain injuries following bilateral occlusion of common carotid arteries in rats/ Metabolismo dos corpos cetônicos durante as lesões de isquemia e reperfusão cerebrais após oclusão bilateral das artérias carótidas comuns em ratos  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese OBJETIVO: Avaliar as alterações in vivo no metabolismo dos corpos cetônicos após isquemia/reperfusão cerebral através de um modelo experimental de isquemia cerebral induzido pela simples oclusão das artérias carótidas comuns (CCAs) em ratos Wistar. MÉTODOS: Quarenta e oito ratos Wistar machos foram distribuídos aleatoriamente em dois grupos (S - Controle; T - Teste) e cada um deles redistribuídos em quatro tempos de estudos. Após oclusão bilateral das CCAs p (more) or 30min, permitiu-se reperfusão aos animais do grupo T nos tempos 0, 5, 10 e 15min. Foram coletadas amostras de tecido cerebral e sangue arterial sistêmico e quantificados os metabólitos acetoacetato (ACT) e beta-hidroxibutirato (BHB). RESULTADOS: Os níveis cerebrais de ACT e BHB aumentaram significantemente no Grupo T após 30min de oclusão carotídea (tempo 0). A maior concentração de corpos cetônicos (ACT+BHB) foi verificada aos 5min de reperfusão, diminuindo após 10min de recirculação. Os níveis de corpos cetônicos sistêmicos aumentaram de modo semelhante entre os grupos teste e controle. O Grupo S demonstrou significante aumento nas concentrações sistêmicas e cerebrais de ACT e BHB principalmente após 40-45min de estudo. CONCLUSÕES: A isquemia cerebral aguda transitória e parcial induzida pela oclusão bilateral das carótidas em ratos Wistar ativou a cetogênese provavelmente devido à estimulação central da secreção de catecolaminas. Houve um aumento da captação dos corpos cetônicos após isquemia cerebral, reafirmando esses metabólitos como substratos energéticos alternativos em condições de estresse metabólico cerebral, bem como suas potencialidades na neuroproteção. As maiores alterações no metabolismo dos corpos cetônicos foram verificadas nos minutos iniciais de recirculação como resultado do fenômeno da lesão de reperfusão. Abstract in english PURPOSE: To evaluate the in vivo alterations on ketone bodies metabolism after cerebral ischemia/reperfusion through an experimental model of brain ischemia induced by simple occlusion of common carotid arteries (CCAs) in Wistar rats. METHODS: Forty-eight male Wistar rats were randomly distributed on two groups (S - Sham; T - Test) and further redistributed into four times sets of study. After bilateral occlusion of CCAs for 30min, the animals of group T were allowed repe (more) rfusion for 0, 5, 10 and 15min. Samples of cerebral tissue and systemic arterial blood were collected and the metabolites acetoacetate (ACT) and beta-hydroxybutyrate (BHB) were determined. RESULTS: Cerebral ACT and BHB levels increased significantly in Group T after 30min of carotid occlusion (time 0). The highest brain ketone bodies (ACT+BHB) concentration was verified at 5min of reperfusion, decreasing after 10min of recirculation. Systemic ketone bodies levels increased similarly between test and sham groups. Group S demonstrated a significant increase in cerebral and systemic ACT and BHB concentrations mainly after 40-45min of study. CONCLUSIONS: The partial transient acute global brain ischemia induced by the bilateral carotid occlusion in Wistar rats triggered ketogenesis probably due to a central stimulation of catecholamine secretion. There was an increased cerebral uptake of ketone bodies following brain ischemia, reaffirming these metabolites as alternative energy substrates under conditions of cerebral metabolic stress as well as its potential role on neuroprotection. The greatest changes in ketone bodies metabolism were verified at initial minutes of recirculation as a result of the reperfusion injury phenomenon.

Faria, Mário Henrique Girão; Muniz, Luis Roberto Franklin; Vasconcelos, Paulo Roberto Leitão de

2007-04-01

132

Ketone bodies metabolism during ischemic and reperfusion brain injuries following bilateral occlusion of common carotid arteries in rats Metabolismo dos corpos cetônicos durante as lesões de isquemia e reperfusão cerebrais após oclusão bilateral das artérias carótidas comuns em ratos  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available PURPOSE: To evaluate the in vivo alterations on ketone bodies metabolism after cerebral ischemia/reperfusion through an experimental model of brain ischemia induced by simple occlusion of common carotid arteries (CCAs) in Wistar rats. METHODS: Forty-eight male Wistar rats were randomly distributed on two groups (S - Sham; T - Test) and further redistributed into four times sets of study. After bilateral occlusion of CCAs for 30min, the animals of group T were allowed reperfusion for 0, 5, 10 and 15min. Samples of cerebral tissue and systemic arterial blood were collected and the metabolites acetoacetate (ACT) and beta-hydroxybutyrate (BHB) were determined. RESULTS: Cerebral ACT and BHB levels increased significantly in Group T after 30min of carotid occlusion (time 0). The highest brain ketone bodies (ACT+BHB) concentration was verified at 5min of reperfusion, decreasing after 10min of recirculation. Systemic ketone bodies levels increased similarly between test and sham groups. Group S demonstrated a significant increase in cerebral and systemic ACT and BHB concentrations mainly after 40-45min of study. CONCLUSIONS: The partial transient acute global brain ischemia induced by the bilateral carotid occlusion in Wistar rats triggered ketogenesis probably due to a central stimulation of catecholamine secretion. There was an increased cerebral uptake of ketone bodies following brain ischemia, reaffirming these metabolites as alternative energy substrates under conditions of cerebral metabolic stress as well as its potential role on neuroprotection. The greatest changes in ketone bodies metabolism were verified at initial minutes of recirculation as a result of the reperfusion injury phenomenon.OBJETIVO: Avaliar as alterações in vivo no metabolismo dos corpos cetônicos após isquemia/reperfusão cerebral através de um modelo experimental de isquemia cerebral induzido pela simples oclusão das artérias carótidas comuns (CCAs) em ratos Wistar. MÉTODOS: Quarenta e oito ratos Wistar machos foram distribuídos aleatoriamente em dois grupos (S - Controle; T - Teste) e cada um deles redistribuídos em quatro tempos de estudos. Após oclusão bilateral das CCAs por 30min, permitiu-se reperfusão aos animais do grupo T nos tempos 0, 5, 10 e 15min. Foram coletadas amostras de tecido cerebral e sangue arterial sistêmico e quantificados os metabólitos acetoacetato (ACT) e beta-hidroxibutirato (BHB). RESULTADOS: Os níveis cerebrais de ACT e BHB aumentaram significantemente no Grupo T após 30min de oclusão carotídea (tempo 0). A maior concentração de corpos cetônicos (ACT+BHB) foi verificada aos 5min de reperfusão, diminuindo após 10min de recirculação. Os níveis de corpos cetônicos sistêmicos aumentaram de modo semelhante entre os grupos teste e controle. O Grupo S demonstrou significante aumento nas concentrações sistêmicas e cerebrais de ACT e BHB principalmente após 40-45min de estudo. CONCLUSÕES: A isquemia cerebral aguda transitória e parcial induzida pela oclusão bilateral das carótidas em ratos Wistar ativou a cetogênese provavelmente devido à estimulação central da secreção de catecolaminas. Houve um aumento da captação dos corpos cetônicos após isquemia cerebral, reafirmando esses metabólitos como substratos energéticos alternativos em condições de estresse metabólico cerebral, bem como suas potencialidades na neuroproteção. As maiores alterações no metabolismo dos corpos cetônicos foram verificadas nos minutos iniciais de recirculação como resultado do fenômeno da lesão de reperfusão.

Mário Henrique Girão Faria; Luis Roberto Franklin Muniz; Paulo Roberto Leitão de Vasconcelos

2007-01-01

133

Protective effect of N2-mercaptopropionylglycine on rats and dogs liver during ischemia/reperfusion process Efeito protetor do N2-mercaptopropionilglicina em ratos e cães submetidos a isquemia/reperfusão normotécnica do fígado  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available BACKGROUND: N2-mercaptopropionylglycine is a powerful super oxide synthesis inhibitor and has been tested as a preventive agent of metabolic and structural hepatic damage in the ischemia/reperfusion process. AIM: To analyze some effects of N2-mercaptopropionylglycine administration to animals of two species submitted to normothermic liver ischemia/reperfusion. MATERIAL AND METHODS: Twenty-two rats and 22 dogs were divided into four groups: group I: rats that received intravenous saline 0.9%; group II: rats that received 100 mg/kg of N2-mercaptopropionylglycine; group III: dogs that received saline intravenous 0.9% and group IV: dogs that received 100 mg/kg N2-mercaptopropionylglycine. RESULTS: Ten minutes after the saline or drug administration, each group was submitted to left lobe liver ischemia for 25 minutes followed by reperfusion. Biochemical studies 24 hours after reperfusion revealed a significantly lower elevation of transaminases in animals of groups II (AST = 271 ± 182; ALT = 261 ± 161 ) and IV (AST = 101 ± 45; ALT = 123 ± 89) when compared to the controls group: I (AST = 2144 ± 966; ALT = 1869 ± 1040 00) and III (AST = 182 ± 76.51; ALT = 277 ± 219), respectively. Histology study demonstrated a significantly minor aggression to animals of groups II and IV when compared to groups I and III, respectively. CONCLUSION: These results suggest a significant release of free radicals of oxygen in the process and that N2-mercaptopropionylglycine may have a significant protective effect on liver parenchyma when submitted to ischemia/reperfusion.RACIONAL: O medicamento N2-mercaptopropionilglicina é um potente inibidor da síntese de radicais superóxidos e foi testado como agente preventivo de lesão metabólica e estrutural do parênquima hepático, no processo de isquemia/reperfusão. OBJETIVOS: Analisar alguns efeitos da administração do N2-mercaptopropionilglicina a animais de duas espécies submetidas a isquemia/reperfusão normotécnica do fígado. MATERIAL E MÉTODOS: Vinte e dois ratos e 22 cães foram divididos em quatro grupos: grupo I: ratos que receberam solução salina a 0,95%; grupo II: ratos que receberam 100 mg/kg de N2-mercaptopropionilglicina; grupo III: cães que receberam salina a 0,9%; grupo IV: cães que receberam 100 mg/kg de N2-mercaptopropionilglicina. Cada um dos grupos de animais foi, após 10 minutos da infusão tanto de salina, como de N2-mercaptopropionilglicina, submetidos a isquemia dos respectivos lobos esquerdos por um período de 25 minutos, seguida de reperfusão. RESULTADOS: Estudos bioquímicos, 24 horas após a reperfusão revelaram menor e significativa elevação das transaminases nos animais do grupo I (AST = 271 ± 182; ALT = 261 ± 161) e grupo IV (AST = 101 ± 45; ALT = 123 ± 89), quando comparados com os controles: grupo I (AST = 2144 ± 966; ALT = 1869 ± 1040) e grupo III (AST = 182 ± 76; ALT = 277 ± 219), respectivamente e todos em UI/dL. O estudo histológico demonstrou agressão significativamente menor nos animais dos grupos experimentais II e IV, quando comparados aos grupo I e grupo III, respectivamente. CONCLUSÃO: Estes resultados sugerem liberação de radicais livres de oxigênio real e significativa no processo e que o N2-mercaptopropionilglicina pode ter efeito protetor apreciável no parênquima hepático, quando submetido a isquemia e posterior reperfusão.

Emilio Elias Abdo; José Eduardo Monteiro Cunha; Pérsio Deluca; Ana Maria Mendonça Coelho; Telesforo Bacchella; Marcel Cerqueira César Machado

2003-01-01

134

Oxigenoterapia domiciliar prolongada em crianças e adolescentes: uma análise do uso clínico e de custos de um programa assistencial Long-term home oxygen therapy in children and adolescents: analysis of clinical use and costs of a home care program  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available OBJETIVOS: Descrever as características clínicas e laboratoriais dos pacientes em oxigenoterapia domiciliar prolongada acompanhados pelo programa de atendimento domiciliar do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, durante um período de 8 anos, e comparar os grupos com e sem hipertensão pulmonar secundária. Estimar o custo do programa utilizando concentradores versus cilindros de oxigênio arcados pela instituição. MÉTODOS: Estudo descritivo retrospectivo e de coorte dos pacientes em oxigenoterapia domiciliar prolongada, em seguimento no período de 2002 a 2009, na Unidade de Pneumologia do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. RESULTADOS: Foram estudados 165 pacientes, 53% do sexo masculino, com as medianas: idade de início da oxigenoterapia - 3,6 anos; tempo de oxigenoterapia - 7 anos; e tempo de sobrevida após início da oxigenoterapia - 3,4 anos. Os principais diagnósticos foram: fibrose cística (22%), displasia broncopulmonar (19%) e bronquiolite obliterante (15%). Dos 33 pacientes que realizaram espirometria, 70% apresentavam distúrbio ventilatório obstrutivo grave. O exame ecocardiográfico foi executado em 134 pacientes; 51% deles tinham hipertensão pulmonar secundária. Houve associação estatisticamente significante entre: presença de hipertensão pulmonar e necessidade de maiores fluxos de oxigênio (qui-quadrado, p = 0,011); e presença de hipertensão pulmonar e maior tempo de oxigenoterapia (Logrank, p = 0,0001). Não houve diferença estatisticamente significante entre tempo de sobrevida após início da oxigenoterapia e presença de hipertensão pulmonar. Os custos médios mensais do programa foram: US$ 7.392,93 para os concentradores e US$ 16.630,92 para cilindros. CONCLUSÕES: A oxigenoterapia domiciliar prolongada foi empregada em distintas doenças crônicas, predominantemente em lactentes e pré-escolares. Houve alta frequência de hipertensão pulmonar associada a maiores períodos de uso e fluxos de oxigênio, sem associação à sobrevida. A substituição dos cilindros por concentradores poderá reduzir custos significativamente.OBJECTIVES: To describe the clinical and laboratory characteristics of patients on long-term home oxygen therapy followed up by the home care program of Hospital das Clínicas, School of Medicine, Universidade de São Paulo, during a period of 8 years; to compare groups with and without secondary pulmonary hypertension; and to estimate the cost of the program using oxygen concentrators versus oxygen cylinders provided by the hospital. METHODS: A descriptive, retrospective cohort study of patients on long-term home oxygen therapy followed up from 2002 to 2009 at the Unit of Pulmonology, Children's Institute, Hospital das Clínicas, School of Medicine, Universidade de São Paulo. RESULTS: We studied 165 patients, of whom 53% were male, with the following medians: age at the beginning of oxygen therapy - 3.6 years; duration of oxygen therapy - 7 years; and survival time after beginning of oxygen therapy - 3.4 years. The main diagnoses were: cystic fibrosis (22%), bronchopulmonary dysplasia (19%), and bronchiolitis obliterans (15%). Of the 33 patients who underwent spirometry, 70% had severe obstructive lung disease. Echocardiogram was performed in 134 patients; 51% of them had secondary pulmonary hypertension. There was a statistically significant association between pulmonary hypertension and need of higher oxygen flows (chi-square, p = 0.011), and between pulmonary hypertension and longer duration of oxygen therapy (Logrank, p = 0.0001). There was no statistically significant difference between survival time after the beginning of oxygen therapy and pulmonary hypertension. The average monthly costs of the program were US$ 7,392.93 for concentrators and US$ 16,630.92 for cylinders. CONCLUSIONS: Long-term home oxygen therapy was used to treat different chronic diseases, predominantly in infants and preschool children. There was a high

Andréa S. Munhoz; Fabiola V. Adde; Cleyde M. A. Nakaie; Ulysses Doria Filho; Luiz V. R. F. Silva Filho; Joaquim C. Rodrigues

2011-01-01

135

Expression of HSP70 in cerebral ischemia and neuroprotetive action of hypothermia and ketoprofen/ Expressão de HSP70 na isquemia cerebral e a ação neuroprotetora da hipotermia e do cetoprofeno  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese Proteínas de choque térmico (HSPs) são chaperones moleculares que se ligam a outras proteínas para atravessar as membranas e encaminhá-las para locais específicos dentro de uma célula. Vários estímulos nocivos podem induzir a expressão de Hsp70, incluindo isquemia. Este estudo teve como objetivo investigar o padrão de expressão protéica (imunohistoquímica) e gênica (PCR em tempo real) de Hsp70 na isquemia cerebral focal experimental em ratos pela oclusão d (more) a artéria cerebral média durante 1 hora e o papel da neuroproteção com hipotermia (H) e cetoprofeno (C). O volume de infarto foi calculado através da análise morfométrica definido por cloreto de trifenil tetrazólio. Foi observado aumento na expressão proteína (p=0,0001) e gênica (p=0,0001) de Hsp70 nas áreas isquêmicas que foram reduzidas pela H (proteína e gene: p Abstract in english Heat shock proteins (HSPs) are molecular chaperones that bind to other proteins to shepherd them across membranes and direct them to specific locations within a cell. Several injurious stimuli can induce Hsp70 expression, including ischemia. This study aimed to investigate the pattern of expression of protein (immunohistochemistry) and gene (real-time PCR) Hsp70 in experimental focal cerebral ischemia in rats by occlusion of the middle cerebral artery for 1 hour and the r (more) ole of neuroprotection with hypothermia (H) and ketoprofen (K). The infarct volume was measured using morphometric analysis defined by triphenyl tetrazolium chloride. It was observed increases in the protein (p=0.0001) and gene (p=0.0001) Hsp70 receptor in the ischemic areas that were reduced by H (protein and gene: p

Tirapelli, Daniela Pretti da Cunha; Carlotti Junior, Carlos Gilberto; Leite, João Pereira; Tirapelli, Luis Fernando; Colli, Benedicto Oscar

2010-08-01

136

Papel de las especies reactivas del oxígeno en el daño al miocardio inducido por isquemia/reperfusión  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available RESUMENLas enfermedades de las arterias coronarias constituyen una de las principales causas demuerte en los países occidentales. Una de las manifestaciones patológicas en este tipo deenfermedades es el daño al miocardio, el cual puede ser una consecuencia de los episodios deisquemia/reperfusión que tienen lugar. A pesar de la complejidad de los mecanismos responsablesde la afectación al miocardio inducida por isquemia/reperfusión, se han podido identificaralgunos factores que inciden notablemente en este proceso. Una serie de evidenciasimplican a las especies reactivas del oxígeno y al estrés oxidativo en el daño celular que seproduce durante un episodio de isquemia/reperfusión. En este trabajo se realizó una revisióndel tema a través de una búsqueda bibliográfica en la base de datos Medline con elobjetivo de abordar el papel que desempeñan las especies reactivas del oxígeno durante laisquemia/reperfusión en el miocardio.REV ARGENT CARDIOL 2010;78:54-60.

Livan Delgado-Roche; Gregorio Martínez-Sánchez

2010-01-01

137

ENFERMEDAD DE WERDNIG-HOFFMAN: A PROPOSITO DE UN CASO CON ESTADIA PROLONGADA Werdnig-Hoffman disease. a long stay in a pediatric Intensive Care Unit  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available El número de niños que necesita asistencia ventilatoria prolongada ha aumentado en todo el mundo en los últimos años. Se reporta una paciente con atrofia muscular espinal tipo 1 (Enfermedad de Werdnig-Hoffman) con una permanencia en la Unidad de Cuidados Intensivos Pediátricos de casi 5 años por necesidad de soporte ventilatorio crónico. Se realiza una breve revisión de la enfermedad y se analizan las características de su atención integral que han permitido una sobrevida inusualmente prolongada con excelentes condiciones físicas y mentales.The number of children that need long term mechanical ventilation is increasing worldwide. A female patient was reported with spinal muscular atrophy type 1 (Werdnig-Hoffman disease) and a stay at the Intensive Care Unit nearly to five years because she required chronic ventilatory support. A review of the illness was performed and the management strategies were analysed that have permitted an unusually prolonged survival with excellent physical and mental conditions.

Carlos Alberto Camacho Plasencia; Reynaldo Carrión Mendoza; Reynaldo Llana Núñez; Aida Piedad Roque Piñón; Saily Oleaga Vargas

2009-01-01

138

Consecuencias funcionales en riñones de ratas sometidos a isquemia/ Functional consequences in rat kidneys subjected to ischemia  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in spanish Se realizó un estudio experimental en 35 ratas Wistar, desde diciembre de 2004 hasta julio de 2005, provocando isquemia temporal en el riñón por medio del pinzado atraumático de la arteria renal en 28 animales, los que fueron divididos en 4 subgrupos, comparados con un subgrupo de animales utilizados como control, a los que no se les provocó isquemia. Cada subgrupo estuvo constituido por 7 animales. Para la evaluación del estado funcional después de la isquemia, se (more) midió la intensidad de filtrado glomerular, el flujo plasmático renal efectivo, y se calculó la fracción de filtración. Se corroboró la disminución progresiva de estas 3 variables en función del tiempo. En los subgrupos expuestos a 30 min, 45 min y 1 h mostraron disminución de manera significativa (p Abstract in english An experimental study was conducted in 35 Wistar rats from December 2004 to July 2005 Transient ischemia was provoked in the kidney by a nontraumatic clamping of the renal artery in 28 animals, which were divided into 4 subgroups compared with a subgroup of animals used as control among which ischemia was not induced. To evaluate the functional state after ischemia, the intensity of the glomerular filtrate and the effective renal plasmatic flow were measured and the filtr (more) ation fraction was calculated. The progressive reduction of these 3 variables was corroborated according to time. The subgroups exposed to 30 min, 45 min and 1 h showed a significant decrease (p

Vidor Guerra, Elizabeth; García López, Vivian; Betancourt Valladares, Miriela; Barrera López, Olga Lidia; del Risco Turiño, Carlos

2006-12-01

139

Imobilização prolongada e remobilização da articulação fêmoro-tíbio-patelar de ratos: estudo clínico e microscópico/ Experimental immobilization and remobilization rat knee joints: clinical and microscopic study  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese Trinta e quatro ratos foram alocados em quatro grupos experimentais: sem imobilização (G1), com imobilização do joelho direito por 45 dias (G2), com imobilização e remobilização com atividade livre por cinco semanas (G3), imobilização e remobilização com atividade livre e natação por cinco semanas (G4). A imobilização interferiu negativamente na marcha e amplitude articular e o G4 apresentou melhor evolução na marcha nos cinco primeiros dias, em relaçã (more) o ao G3. Após esse período, a evolução foi similar. Os componentes do G2 apresentaram rigidez articular, não observada em G3 e G4. Histologicamente, a imobilização promoveu aumento da espessura da cápsula articular, evidenciada pela presença do tecido conjuntivo fibroso que substituiu o tecido adiposo no G2, mas em menor proporção em G3 e G4. A imobilização determinou perda de proteoglicanos da matriz cartilaginosa, aumento do número de condrócitos, dispostos de forma irregular, aumento da espessura da cartilagem calcificada, irregularidade da superfície articular, proliferação de tecido conjuntivo no espaço intra-articular e aumento da espessura do osso subcondral. O G3 apresentou maior número de alterações na cartilagem e osso subcondral, quando comparado com G4. A imobilização degenerou as células sinoviais, indicando diminuição da produção de fluido sinovial e do suprimento nutricional à cartilagem. Tanto a atividade livre quanto sua associação com a natação favoreceram o retorno das condições biomecânicas e da cápsula articular, anteriores à imobilização. Abstract in english Thirty-four rats were randomly allocated into one of four experimental groups: without immobilization (G1), immobilization of the right knee joint for 45 days (G2), immobilization and remobilization with free activity for 5 weeks (G3), and immobilization and remobilization with free activity and swimming program for 5 weeks (G4). The immobilization was prejudicial to march and flexibility articular. Animals from G4 showed a better march evolution on the first five days as (more) compared to those from G3. After that periods, march evolution were similar in both G3 and G4. Animals from G2 showed rigid joint while in those from G3 and G4 the articular movement was close to normal. The histological analysis pointed out that immobilization led to increase in articular capsule thickness evidenced by the presence of fibrous connective tissue replacing adipose tissue in G2, but proportionally less in G3 and G4. It was observed that immobilization determined loss of proteoglycans from the cartilaginous matrix, increase in the number of regularly arranged condrocytes, increase in calcified cartilage thickness, irregularity in the articular surface, proliferation of connective tissue in the intra-articular space and increase in subchondral bone thickness. The animals from G3 showed a greater number of alterations in both articular cartilage and subchondral bone, as compared to those from G4. Immobilization degenerated synovial cells indicating decreased synovial fluid production and reduced nutritional supplying to the cartilage. The free cage activity and its association with swimming influenced positively the return of biomechanics and articular capsule morphologic conditions to those before immobilization.

Del Carlo, R.J.; Galvão, M.R.; Viloria, M.I.V.; Natali, A.J.; Barbosa, A.L.T.; Monteiro, B.S.; Pinheiro, L.C.P.

2007-04-01

140

Imobilização prolongada e remobilização da articulação fêmoro-tíbio-patelar de ratos: estudo clínico e microscópico Experimental immobilization and remobilization rat knee joints: clinical and microscopic study  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Trinta e quatro ratos foram alocados em quatro grupos experimentais: sem imobilização (G1), com imobilização do joelho direito por 45 dias (G2), com imobilização e remobilização com atividade livre por cinco semanas (G3), imobilização e remobilização com atividade livre e natação por cinco semanas (G4). A imobilização interferiu negativamente na marcha e amplitude articular e o G4 apresentou melhor evolução na marcha nos cinco primeiros dias, em relação ao G3. Após esse período, a evolução foi similar. Os componentes do G2 apresentaram rigidez articular, não observada em G3 e G4. Histologicamente, a imobilização promoveu aumento da espessura da cápsula articular, evidenciada pela presença do tecido conjuntivo fibroso que substituiu o tecido adiposo no G2, mas em menor proporção em G3 e G4. A imobilização determinou perda de proteoglicanos da matriz cartilaginosa, aumento do número de condrócitos, dispostos de forma irregular, aumento da espessura da cartilagem calcificada, irregularidade da superfície articular, proliferação de tecido conjuntivo no espaço intra-articular e aumento da espessura do osso subcondral. O G3 apresentou maior número de alterações na cartilagem e osso subcondral, quando comparado com G4. A imobilização degenerou as células sinoviais, indicando diminuição da produção de fluido sinovial e do suprimento nutricional à cartilagem. Tanto a atividade livre quanto sua associação com a natação favoreceram o retorno das condições biomecânicas e da cápsula articular, anteriores à imobilização.Thirty-four rats were randomly allocated into one of four experimental groups: without immobilization (G1), immobilization of the right knee joint for 45 days (G2), immobilization and remobilization with free activity for 5 weeks (G3), and immobilization and remobilization with free activity and swimming program for 5 weeks (G4). The immobilization was prejudicial to march and flexibility articular. Animals from G4 showed a better march evolution on the first five days as compared to those from G3. After that periods, march evolution were similar in both G3 and G4. Animals from G2 showed rigid joint while in those from G3 and G4 the articular movement was close to normal. The histological analysis pointed out that immobilization led to increase in articular capsule thickness evidenced by the presence of fibrous connective tissue replacing adipose tissue in G2, but proportionally less in G3 and G4. It was observed that immobilization determined loss of proteoglycans from the cartilaginous matrix, increase in the number of regularly arranged condrocytes, increase in calcified cartilage thickness, irregularity in the articular surface, proliferation of connective tissue in the intra-articular space and increase in subchondral bone thickness. The animals from G3 showed a greater number of alterations in both articular cartilage and subchondral bone, as compared to those from G4. Immobilization degenerated synovial cells indicating decreased synovial fluid production and reduced nutritional supplying to the cartilage. The free cage activity and its association with swimming influenced positively the return of biomechanics and articular capsule morphologic conditions to those before immobilization.

R.J. Del Carlo; M.R. Galvão; M.I.V. Viloria; A.J. Natali; A.L.T. Barbosa; B.S. Monteiro; L.C.P. Pinheiro

2007-01-01

 
 
 
 
141

Cerebral ischemia caused by Streptococcus bovis aortic endocarditis: case report Isquemia cerebral causada por endocardite aórtica pelo Streptococcus bovis: relato de caso  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Cerebral ischemic processes associated with infective endocarditis caused by Streptococcus bovis are rare; only 2 cases having been reported. Here we report a case of a 50-year-old man with S. bovis endocarditis who presented signs of frontal, parietal and occipital lobe cerebral ischemia. This is the first case reported in which the presence of hemianopsia preceded the endocarditis diagnosis. Initially, the clinical manifestations suggested a systemic vasculitis. Later, vegetating lesions were identified in the aortic valve and S. bovis grew in blood cultures. Antibiotic use and aortic valve replacement eliminated the infection and ceased thromboembolic events. A videocolonoscopy examination revealed no mucosal lesions as a portal of entry in this case, although such lesions have been encountered in up to 70% of reported cases of S. bovis endocarditis.A associação de isquemia cerebral e endocardite por Streptococcus bovis é um evento raro, tendo sido publicados apenas 2 casos anteriormente. Nós relatamos o caso de um homem de 50 anos com endocardite por S. bovis que apresentou sinais isquêmicos nos lobos frontal, parietal e occipital. Este é o primeiro caso em que a hemianopsia precedeu o diagnóstico de endocardite. Inicialmente, o quadro foi confundido com vasculite. Posteriormente, foi confirmada a presença de vegetações na válvula aórtica e a hemocultura identificou S. bovis. Os eventos tromboembólicos foram controlados com o uso de antibióticos e a troca da válvula aórtica. Estudo videocolonoscópico não identificou nenhuma lesão, apesar de lesões colônicas serem descritas em até 70% dos casos de indivíduos com endocardite por S. bovis.

Leopoldo Santos-Neto; Camila Gangoni; Viviane Pereira; Rodrigo Corrêa-Lima

2005-01-01

142

Cerebral ischemia caused by Streptococcus bovis aortic endocarditis: case report/ Isquemia cerebral causada por endocardite aórtica pelo Streptococcus bovis: relato de caso  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese A associação de isquemia cerebral e endocardite por Streptococcus bovis é um evento raro, tendo sido publicados apenas 2 casos anteriormente. Nós relatamos o caso de um homem de 50 anos com endocardite por S. bovis que apresentou sinais isquêmicos nos lobos frontal, parietal e occipital. Este é o primeiro caso em que a hemianopsia precedeu o diagnóstico de endocardite. Inicialmente, o quadro foi confundido com vasculite. Posteriormente, foi confirmada a presença d (more) e vegetações na válvula aórtica e a hemocultura identificou S. bovis. Os eventos tromboembólicos foram controlados com o uso de antibióticos e a troca da válvula aórtica. Estudo videocolonoscópico não identificou nenhuma lesão, apesar de lesões colônicas serem descritas em até 70% dos casos de indivíduos com endocardite por S. bovis. Abstract in english Cerebral ischemic processes associated with infective endocarditis caused by Streptococcus bovis are rare; only 2 cases having been reported. Here we report a case of a 50-year-old man with S. bovis endocarditis who presented signs of frontal, parietal and occipital lobe cerebral ischemia. This is the first case reported in which the presence of hemianopsia preceded the endocarditis diagnosis. Initially, the clinical manifestations suggested a systemic vasculitis. Later, (more) vegetating lesions were identified in the aortic valve and S. bovis grew in blood cultures. Antibiotic use and aortic valve replacement eliminated the infection and ceased thromboembolic events. A videocolonoscopy examination revealed no mucosal lesions as a portal of entry in this case, although such lesions have been encountered in up to 70% of reported cases of S. bovis endocarditis.

Santos-Neto, Leopoldo; Gangoni, Camila; Pereira, Viviane; Corrêa-Lima, Rodrigo

2005-09-01

143

La circulación cerebral en condiciones normales y patológicas: Parte I: hipertensión endocraneana e isquemia secundaria  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in spanish Las isquemias en pacientes que han fallecido por TEC grave se distribuyen predominantemente en territorios centrales y serían secundarias a distorsión y oclusión de los vasos perforantes por desplazamiento y hernia. Algunas lesiones centrales, podrían ser primarias. La isquemia por disminución de la PP por hipertensión endocraneana es menos frecuente que la debida a distorsión vascular. Por lo tanto, pareciera ser más importante para la fisiopatología de la isque (more) mia, el desplazamiento y hernia, que la presión de perfusión. El infarto se produce cuando el flujo no puede abastecer las necesidades metabólicas mínimas (penumbra) es decir, es menor de 20 ml/ 100gr/min, correspondiente a una PP entre 25 y 40mm Hg. No conocemos bien los factores que pueden prolongar la penumbra. Es posible que en focos traumáticos la PP sea menor que la medida con las técnicas habituales, pero debería investigarse en qué casos produce isquemia. Por la lesión primaria, estas zonas pueden tener necesidades metabólicas despreciables. La oxidación de la glucosa puede estar impedida en zonas isquémicas y acumularse metabolitos ácidos que son dañinos para la neurona. Es posible que las ondas en "plateau" no sean patógenas por sí mismas sino por causas estructurales concomitantes. Las oscilaciones no rítmicas de volumen son normales probablemente en todos los órganos. Oscilaciones de volumen de la lesión podrían ser otro factor desencadenante de ondas A. La pulsación cerebral es transmitida a las venas intracraneanas y, a través de la columna sanguínea, a los senos durales, por las características de caja cerrada del cráneo. La craniectomía descompresiva podría ser forzada por una terapia de la presión de perfusión exagerada. Presiones de perfusión por encima de 50 mm Hg podrían provocar edema y hemorragia en zonas contusas en vasoparálisis. La craniectomía descompresiva está indicada en casos de edema de reperfusión, y debería realizarse precozmente. Las venas cerebrales no se colapsan durante el proceso de hipertensión endocraneana. La sangre de los senos sigmoideos puede tener contenidos diferentes de uno u otro lado en casos patológicos, mientras que éstos son similares en pacientes normales. Estudios del flujo o composición química de la sangre en el seno recto podrían ser de ayuda para la terapéutica y el pronóstico de pacientes con lesiones cerebrales agudas. Los cambios de velocidad circulatoria en los golfos yugulares podrían dar una idea aproximada de las variaciones de flujo cerebral global. Abstract in english The ischemic lesions in dead patients from severe head injury are distributed predominantly in central territories, and could be secondary to distortion and occlussion of perforant vessels during encephalic desplacement and herniation. Some central lesions could also be primary. The ischemic lesions secondary to diminution of CPP during intracranial hipertension are less frequent than those due to vascular distortion. Thus, it seems physiopathologically more important des (more) placement and herniation than CPP. A cerebral infarct occurs when CBF is inadequate to support the basic metabolic needs or is lower than 20 ml/ 100 gm/ min., corresponding with a CPP between 35 - 40 mm Hg. The while during which the cell rests viable is not well known. Within traumatic foci, CPP could be lower than mesured by general methods, but ischemia sould not obligatorily follow it. The metabolic needs of those areas could be lowered because of primary cellular necrosis. The oxidative metabolism of glucose could be impaired during ischemia, producing accumulation of deleterious acid metabolites to the neuron. It is possible that "plateau waves" be pathogenic not by itself, but by concomitant structural causes. Nonrhytmic oscilations of volume are normal probably in all organs. Oscillations in volume of the same lesion could be another cause of plateau waves. Decompressive craniectomy could be forced by an exaggerated CPP therapy. CPP over 50 mmHg could

Fontana, Horacio; Belziti, Héctor; Requejo, Flavio; Recchia, Mario; Buratti, Sebastián

2007-03-01

144

Evaluation of blood loss after early or late release of ischemia in patients undergoing total knee replacement/ Avaliacao da perda sanguinea apos a liberacao precoce ou tardia da isquemia em pacientes submetidos a artroplastia total do joelho  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese OBJETIVO: Avaliar comparativamente a perda sanguínea em pacientes submetidos à artroplastia total do joelho, com liberação da isquemia antes e após suturas e curativo compressivo. MÉTODOS: Fez-se um estudo prospectivo randomizado em 40 pacientes submetidos à artroplastia total do joelho divididos em dois grupos. No primeiro grupo a isquemia foi liberada antes do fechamento da ferida operatóri (more) a, o que permitiu o controle do sangramento. No segundo a isquemia foi liberada após suturas e curativo compressivo. Foram comparados os resultados dos níveis de hemoglobina sérica antes da cirurgia e em 48 horas do pós-operatório, o volume sanguíneo contido no dreno de sucção a vácuo nesse período e a quantidade de transfusões de sangue que foram necessárias. RESULTADOS: Os níveis de hemoglobina pós-operatória tiveram uma diminuição média de 3,57g?dL no grupo A e de 4,24g?dL no grupo B, consideradas estatisticamente insignificantes (p = 0,23). Quatro pacientes nos dois grupos receberam duas unidades de concentrado de hemácias, sendo a diferença entre as médias drenado foram considerados estatisticamente insignificantes, para os grupos estudados. CONCLUSÃO: A concentração de hemoglobina sérica pós-operatória, bem como a necessidade de hemoderivados, nos pacientes submetidos à artroplastia total do joelho, na qual a liberação da isquemia foi deflagrada antes do fechamento da ferida operatória, não tem significância estatística quando comparada com a dos pacientes em que essa liberação foi feita após suturas e cultivado. Nivel de evidencia IB - Ensaio clínico controlado e rendomizado com intervalo de confiança estreito. Abstract in english OBJECTIVE: compare blood loss in 40 patients underwent to unilateral total knee replacement with the release of ischemia before and after skin closure and compressive dressing. METHODS: in a prospective randomized study, in 40 patients underwent to total knee replacement, dividing then into two groups: group A in which the ischemia was released before skin closure, allowing bleeding control and group B where the ischemia was released aft (more) er skin suture and pressure dressing. We compared the results of laboratory tests of serum hemoglobin before surgery and 48 hours postoperatively, the blood volume contained in vacuum suction drain and the transfusions that was necessary. RESULTS: As a result, the post operative serum hemoglobin levels had a mean decrease of 3.57 g/dL in group A and 4.24 g/dL in group B with an average of 0.67g/dL difference between them, statistically insignificant.The observed mean drainage, in the vacuum drain, were 705 mL in group A and 700 mL in group B. The 5ml difference between medians was considered statistically insignificant. The number of patients who received transfusions was four patients in both groups and all received two units of red blood cells. CONCLUSION: the post operative serum hemoglobin levels, as well as the need of blood transfusion, in the patient underwent to total knee replacement, where the ischemia was released before wound closure, has no statistical effect in comparison with patients where the sutures and bandages were done after the ischemia release. Level of Evidence IB - Individual randomized controlled trial with narrow confidence interval.

Leao, Marcos George de Souza; Souza, Hugo Alves Paulo de; Ferreira, Yacov Machado Costa

2013-04-01

145

Ischemia-reperfusion histopathology alterations of the rabbit intestinal wall with and without ischemic preconditioning Alterações histopatológicas da parede intestinal de coelhos na isquemia-reperfusão com e sem precondicionamento isquêmico  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available PURPOSE: To evaluate the histopathology alterations of the intestinal mucosa of rabbits submitted to mesenteric artery ischemia and reperfusion with and without ischemic preconditioning. METHODS: Two groups of ten male New Zealand white rabbits body (weight 2.2-3.0, average 2.5 kg). For mesenteric ischemia induction in all animals the small bowel and mesentery were cut 30cm and 60cm far from the gastroduodenal pyloric transition before the proximal mesenteric artery occlusion. In the Group 1 animals, the proximal mesenteric artery was occluded for 45 min with an atraumatic vascular clamp, followed by reperfusion for 30 min. In the Group 2 the 45 min ischemic phase was preceded by three cycles of ischemia (2 minutes each) alternated with three cycles of reperfusion (2 minutes each). For istopathology study small bowel biopsies were obtained before ischemia (control), after 45 min of mesenteric ischemia and at 30 min. of mesenteric artery reperfusion. RESULTS: In the Group I animals, the followings histopathology grade results were observed: t1, mean 2,8; t2, mean 3,3. Using the Kruskal-Wallis non-parameter test, differences between t0 and t1 and t0 and t2 were significants (p0.05). In the Group 2 animals histopathology grade results were: t1 mean 2,6 and t2, mean 2,1. Differences between t0 and t1, t0 and t2 were significant (p0.05) between results of t1 in both groups but histopathology injury observed in Group 1 t2 biopsies were higher (pOBJETIVO: Avaliar as alterações histopatológicas da mucosa intestinal de coelhos submetidos a isquemia-reperfusão com e sem precondicionamento isquêmicol. MÉTODOS: Foram estudados dois grupos de dez coelhos Nova Zelândia machos com pesos variáveis entre 2,2 e 3,0 kg (média de 2,5 kg) de peso corpóreo. Para indução da isquemia, em todos os animais, o intestino delgado e o mesentério foram seccionados 30 cm e 60 cm após a transição pilórica gastroduodenal, antes da oclusão da artéria mesentérica cranial. Nos animais do Grupo 1, a artéria mesentérica proximal foi ocluida por pinçamento atraumático durante 45 min., seguido de reperfusão por 30 min. No Grupo 2, foi realizado precondicionamento por três ciclos de 2 min. de oclusão mesentérica intercalados com três ciclos de 2 min. de reperfusão, seguido de oclusão mantida por 45 min e reperfusão de 30min. como no Grupo I. Para estudo histopatológico, foram obtidas biópsias da parede intestinal antes da isquemia (t0-controle), após 45 min. de isquemia (t1) e após 30 min. de reperfusão (t2). RESULTADOS: No Grupo I foram observados os seguintes graus de lesões: t1, média de 2,8 e t2, média 3,3, Foram significantes as diferenças entre t0 e t1 e t0 e t2, mas não foram significantes as variações entre t1 e t2 (p>0,05). No Grupo 2, obteve-se em t1,média de 2,6 e t2, média 2,1. Foram significantes (p0,05) entre os resultados de t1 nos dois Grupos, mas foram significantes (p<0,05) as diferenças entre os resultados histopatológicos das biopsias de t2 dos Grupos 1 e 2. CONCLUSÃO: O precondicionamento isquêmico reduziu significantemente a degeneração histopatológica determinada pela reperfusão pós-isquêmica da parede intestinal.

Otoni Moreira Gomes; Geraldo Brasileiro Filho; Rodrigo Lolli Almeida Salles; Rafaela Ervilha Linhares; Maria Cristina Nazar; Luiz Alberto Bonjardim Porto; Rafael de Mattos Paixão; Marcelo Heller Miranda

2011-01-01

146

Ischemia-reperfusion histopathology alterations of the rabbit intestinal wall with and without ischemic preconditioning/ Alterações histopatológicas da parede intestinal de coelhos na isquemia-reperfusão com e sem precondicionamento isquêmico  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese OBJETIVO: Avaliar as alterações histopatológicas da mucosa intestinal de coelhos submetidos a isquemia-reperfusão com e sem precondicionamento isquêmicol. MÉTODOS: Foram estudados dois grupos de dez coelhos Nova Zelândia machos com pesos variáveis entre 2,2 e 3,0 kg (média de 2,5 kg) de peso corpóreo. Para indução da isquemia, em todos os animais, o intestino delgado e o mesentério foram seccionados 30 cm e 60 cm após a transição pilórica gastroduodenal, (more) antes da oclusão da artéria mesentérica cranial. Nos animais do Grupo 1, a artéria mesentérica proximal foi ocluida por pinçamento atraumático durante 45 min., seguido de reperfusão por 30 min. No Grupo 2, foi realizado precondicionamento por três ciclos de 2 min. de oclusão mesentérica intercalados com três ciclos de 2 min. de reperfusão, seguido de oclusão mantida por 45 min e reperfusão de 30min. como no Grupo I. Para estudo histopatológico, foram obtidas biópsias da parede intestinal antes da isquemia (t0-controle), após 45 min. de isquemia (t1) e após 30 min. de reperfusão (t2). RESULTADOS: No Grupo I foram observados os seguintes graus de lesões: t1, média de 2,8 e t2, média 3,3, Foram significantes as diferenças entre t0 e t1 e t0 e t2, mas não foram significantes as variações entre t1 e t2 (p>0,05). No Grupo 2, obteve-se em t1,média de 2,6 e t2, média 2,1. Foram significantes (p Abstract in english PURPOSE: To evaluate the histopathology alterations of the intestinal mucosa of rabbits submitted to mesenteric artery ischemia and reperfusion with and without ischemic preconditioning. METHODS: Two groups of ten male New Zealand white rabbits body (weight 2.2-3.0, average 2.5 kg). For mesenteric ischemia induction in all animals the small bowel and mesentery were cut 30cm and 60cm far from the gastroduodenal pyloric transition before the proximal mesenteric artery occlu (more) sion. In the Group 1 animals, the proximal mesenteric artery was occluded for 45 min with an atraumatic vascular clamp, followed by reperfusion for 30 min. In the Group 2 the 45 min ischemic phase was preceded by three cycles of ischemia (2 minutes each) alternated with three cycles of reperfusion (2 minutes each). For istopathology study small bowel biopsies were obtained before ischemia (control), after 45 min of mesenteric ischemia and at 30 min. of mesenteric artery reperfusion. RESULTS: In the Group I animals, the followings histopathology grade results were observed: t1, mean 2,8; t2, mean 3,3. Using the Kruskal-Wallis non-parameter test, differences between t0 and t1 and t0 and t2 were significants (p

Gomes, Otoni Moreira; Brasileiro Filho, Geraldo; Salles, Rodrigo Lolli Almeida; Linhares, Rafaela Ervilha; Nazar, Maria Cristina; Porto, Luiz Alberto Bonjardim; Paixão, Rafael de Mattos; Miranda, Marcelo Heller

2011-08-01

147

Evaluation of blood loss after early or late release of ischemia in patients undergoing total knee replacement Avaliação da perda sanguínea após a liberação precoce ou tardia da isquemia em pacientes submetidos à artroplastia total do joelho  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available OBJECTIVE: compare blood loss in 40 patients underwent to unilateral total knee replacement with the release of ischemia before and after skin closure and compressive dressing. METHODS: in a prospective randomized study, in 40 patients underwent to total knee replacement, dividing then into two groups: group A in which the ischemia was released before skin closure, allowing bleeding control and group B where the ischemia was released after skin suture and pressure dressing. We compared the results of laboratory tests of serum hemoglobin before surgery and 48 hours postoperatively, the blood volume contained in vacuum suction drain and the transfusions that was necessary. RESULTS: As a result, the post operative serum hemoglobin levels had a mean decrease of 3.57 g/dL in group A and 4.24 g/dL in group B with an average of 0.67g/dL difference between them, statistically insignificant.The observed mean drainage, in the vacuum drain, were 705 mL in group A and 700 mL in group B. The 5ml difference between medians was considered statistically insignificant. The number of patients who received transfusions was four patients in both groups and all received two units of red blood cells. CONCLUSION: the post operative serum hemoglobin levels, as well as the need of blood transfusion, in the patient underwent to total knee replacement, where the ischemia was released before wound closure, has no statistical effect in comparison with patients where the sutures and bandages were done after the ischemia release. Level of Evidence IB - Individual randomized controlled trial with narrow confidence interval. OBJETIVO: Avaliar comparativamente a perda sanguínea em pacientes submetidos à artroplastia total do joelho, com liberação da isquemia antes e após suturas e curativo compressivo. MÉTODOS: Fez-se um estudo prospectivo randomizado em 40 pacientes submetidos à artroplastia total do joelho divididos em dois grupos. No primeiro grupo a isquemia foi liberada antes do fechamento da ferida operatória, o que permitiu o controle do sangramento. No segundo a isquemia foi liberada após suturas e curativo compressivo. Foram comparados os resultados dos níveis de hemoglobina sérica antes da cirurgia e em 48 horas do pós-operatório, o volume sanguíneo contido no dreno de sucção a vácuo nesse período e a quantidade de transfusões de sangue que foram necessárias. RESULTADOS: Os níveis de hemoglobina pós-operatória tiveram uma diminuição média de 3,57g?dL no grupo A e de 4,24g?dL no grupo B, consideradas estatisticamente insignificantes (p = 0,23). Quatro pacientes nos dois grupos receberam duas unidades de concentrado de hemácias, sendo a diferença entre as médias drenado foram considerados estatisticamente insignificantes, para os grupos estudados. CONCLUSÃO: A concentração de hemoglobina sérica pós-operatória, bem como a necessidade de hemoderivados, nos pacientes submetidos à artroplastia total do joelho, na qual a liberação da isquemia foi deflagrada antes do fechamento da ferida operatória, não tem significância estatística quando comparada com a dos pacientes em que essa liberação foi feita após suturas e cultivado. Nivel de evidencia IB - Ensaio clínico controlado e rendomizado com intervalo de confiança estreito.

Marcos George de Souza Leão; Hugo Alves Paulo de Souza; Yacov Machado Costa Ferreira

2013-01-01

148

Formulation and in vitro evaluation of theophylline-Eudragit® sustained-release tablets/ Desenvolvimento e avaliação in vitro de comprimidos de liberação prolongada de teofilina preparados com Eudragit®  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese Comprimidos contendo teofilina (66.67%) e polímeros de Eudragit® NE 30D e RS 30D entre 10 e 30% foram produzidos por compressão. A influência das diferentes proporções de ésteres do ácido metacrílico, uso da lactose e fosfato de cálcio tribásico como diluente, bem como os efeitos da adição de estearato de magnésio como agente lubrificante hidrofóbico na liberação da teofilina foram estudados. Análises físico-químicas e teor de fármaco foram avaliados. (more) Estudos da liberação do fármaco in vitro foram conduzidos em fluido gástrico simulado (pH 1,2) e fluido intestinal simulado sem pancreatina (pH 7,5). Observou-se liberação prolongada relativa de teofilina partindo de polímeros matriciais, em 7 horas de dissolução. Estearato de magnésio a 0,5% e de Eudragit® NE 30D a 10% foi considerado o sistema de liberação adequado para comprimidos matriciais comparado com de Eudragit® RS 30D nas mesmas condições (USP). Os resultados das análises físico-químicas apresentaram-se dentro das especificações. Modelos matemáticos de ordem zero, primeira ordem e Higuchi foram aplicados para estudar a liberação de teofilina nos comprimidos. Adicionalmente, foram calculadas a meia-vida (Td50%) e a velocidade de dissolução (kd). O modelo de liberação de Higuchi foi o que melhor representou a liberação do fármaco nos comprimidos, sendo demonstrado que o principal mecanismo de liberação foi a difusão. Abstract in english Tablets containing theophylline (66.67%) based on a Eudragit® RS 30D and NE 30D matrices containing 10% to 30% of either of the polymer were produced by compression method. The influence of the different proportions of methacrylic esters, the use of lactose and tribasic calcium phosphate as diluents and also the effects of the addition of magnesium stearate as a hydrophobic agent lubricant on the theophylline release, were studied. Physicochemical analyses and drug conte (more) nt was evaluated. In vitro drug release studies were carried out in simulated gastric fluid without pepsin (pH1.2) and simulated intestinal fluid without pancreatin (pH7.5). A relatively prolonged release of theophylline from the polymer matrices for a 7 hr-release period was detected. Magnesium stearate at 0.5% and Eudragit® NE 30D at 10% was considered a better sustained-release matrix compressed theophylline tablets comparing with Eudragit® RS 30D in the same conditions (USP). Results from physicochemical analyses were in accordance with specifications. The release patterns were analyzed from the viewpoint of square-root of time and as a first-order, zero-order kinetics, and Higuchi. Additionally, half-life of release (Td50%) and dissolution rates (kd) were calculated. Higuchi was the model that better fitted theophylline kinetic, and diffusion controlled was involved.

Ojoe, Evelyn; Miyauchi, Edna Mitie; Viviani, Tais Cobo; Consiglieri, Vladi Olga

2005-09-01

149

Formulation and in vitro evaluation of theophylline-Eudragit® sustained-release tablets Desenvolvimento e avaliação in vitro de comprimidos de liberação prolongada de teofilina preparados com Eudragit®  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Tablets containing theophylline (66.67%) based on a Eudragit® RS 30D and NE 30D matrices containing 10% to 30% of either of the polymer were produced by compression method. The influence of the different proportions of methacrylic esters, the use of lactose and tribasic calcium phosphate as diluents and also the effects of the addition of magnesium stearate as a hydrophobic agent lubricant on the theophylline release, were studied. Physicochemical analyses and drug content was evaluated. In vitro drug release studies were carried out in simulated gastric fluid without pepsin (pH1.2) and simulated intestinal fluid without pancreatin (pH7.5). A relatively prolonged release of theophylline from the polymer matrices for a 7 hr-release period was detected. Magnesium stearate at 0.5% and Eudragit® NE 30D at 10% was considered a better sustained-release matrix compressed theophylline tablets comparing with Eudragit® RS 30D in the same conditions (USP). Results from physicochemical analyses were in accordance with specifications. The release patterns were analyzed from the viewpoint of square-root of time and as a first-order, zero-order kinetics, and Higuchi. Additionally, half-life of release (Td50%) and dissolution rates (kd) were calculated. Higuchi was the model that better fitted theophylline kinetic, and diffusion controlled was involved.Comprimidos contendo teofilina (66.67%) e polímeros de Eudragit® NE 30D e RS 30D entre 10 e 30% foram produzidos por compressão. A influência das diferentes proporções de ésteres do ácido metacrílico, uso da lactose e fosfato de cálcio tribásico como diluente, bem como os efeitos da adição de estearato de magnésio como agente lubrificante hidrofóbico na liberação da teofilina foram estudados. Análises físico-químicas e teor de fármaco foram avaliados. Estudos da liberação do fármaco in vitro foram conduzidos em fluido gástrico simulado (pH 1,2) e fluido intestinal simulado sem pancreatina (pH 7,5). Observou-se liberação prolongada relativa de teofilina partindo de polímeros matriciais, em 7 horas de dissolução. Estearato de magnésio a 0,5% e de Eudragit® NE 30D a 10% foi considerado o sistema de liberação adequado para comprimidos matriciais comparado com de Eudragit® RS 30D nas mesmas condições (USP). Os resultados das análises físico-químicas apresentaram-se dentro das especificações. Modelos matemáticos de ordem zero, primeira ordem e Higuchi foram aplicados para estudar a liberação de teofilina nos comprimidos. Adicionalmente, foram calculadas a meia-vida (Td50%) e a velocidade de dissolução (kd). O modelo de liberação de Higuchi foi o que melhor representou a liberação do fármaco nos comprimidos, sendo demonstrado que o principal mecanismo de liberação foi a difusão.

Evelyn Ojoe; Edna Mitie Miyauchi; Tais Cobo Viviani; Vladi Olga Consiglieri

2005-01-01

150

Development and in vitro evaluation of extended-release theophylline matrix capsules Desenvolvimento e avaliação in vitro de cápsulas de teofilina de liberação prolongada  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Polymers like cellulose (MethocelTM K100MPRCR, K15MPRCR and E4MCR) at different proportions (15-35%) were used to slow the release of theophylline (100 mg) from capsules. Volumetric method for powder filling capsules was used to prepare the capsules. Drug release from capsules was performed using apparatus 1, at 100 rpm and 900 mL of intestinal medium without enzymes (pH 7.5), at 37 °C, following the USP 28th ed. (Test 8). Dissolution profiles were compared to two batches of commercial extended-release capsules. Capsules compounded with 35% (wt/wt) of MethocelTM E4MCR showed dissolution profile according to the official especifications. Similar results were reproduced with other ten compounded batches. Commercial extended-release capsules containing theophylline pellets (100 mg) showed quick drug release when submitted to the same test, indicating that, in these conditions, the capsules did not show prolonged release. Mathematical models like zero-order, first-order and Higuchi were applied in kinetic studies of theophylline release from the compounded capsules. Polymers were efficient to control the release of theophylline in capsules involving diffusion and erosion as mechanisms, and that first-order model was the best fitted one for theophylline matrix capsules. These results support that compounded extended-release capsules can be prepared, since the drug release tests can be done.Cápsulas de liberação modificada contendo 100 mg de teofilina foram preparadas com polímeros derivados da celulose (Methocel® K100MPRCR, K15MPRCR e E4MCR) em diferentes concentrações, 15-35%, empregando-se o método volumétrico. Estudos de liberação do fármaco foram realizados de acordo com a Farmacopéia Americana 28 ed., (Teste 8), empregando aparato 1, rotação de 100 rpm e temperatura de 37 ºC em 900 mL de meio fluido intestinal sem enzimas (pH 7,5). Os perfis de dissolução foram comparados ao de duas especialidades farmacêuticas comerciais. A formulação, com 35% de Methocel® E4MCR, evidenciou perfis de liberação de acordo com as especificações e os resultados foram reprodutíveis para 10 lotes manipulados com a mesma formulação. As cápsulas comerciais de liberação prolongada contendo 100 mg de teofilina (microgrânulos), submetidas ao mesmo ensaio, apresentaram rápida liberação do fármaco, indicando que a liberação não é fator limitante para a absorção. Avaliou-se a cinética de liberação do fármaco empregando os modelos matemáticos de ordem zero, primeira ordem e Higuchi. Conclui-se que as matrizes obtidas foram capazes de modular a liberação, envolvendo os mecanismos de difusão e erosão, prevalecendo o modelo de primeira ordem e que as cápsulas de liberação modificada podem ser manipuladas, desde que testes de liberação sejam realizados.

Vanessa Alves Pinheiro; Telma Mary Kaneko; Maria Valéria Robles Velasco; Vladi Olga Consiglieri

2007-01-01

151

Development and in vitro evaluation of extended-release theophylline matrix capsules/ Desenvolvimento e avaliação in vitro de cápsulas de teofilina de liberação prolongada  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese Cápsulas de liberação modificada contendo 100 mg de teofilina foram preparadas com polímeros derivados da celulose (Methocel® K100MPRCR, K15MPRCR e E4MCR) em diferentes concentrações, 15-35%, empregando-se o método volumétrico. Estudos de liberação do fármaco foram realizados de acordo com a Farmacopéia Americana 28 ed., (Teste 8), empregando aparato 1, rotação de 100 rpm e temperatura de 37 ºC em 900 mL de meio fluido intestinal sem enzimas (pH 7,5). Os p (more) erfis de dissolução foram comparados ao de duas especialidades farmacêuticas comerciais. A formulação, com 35% de Methocel® E4MCR, evidenciou perfis de liberação de acordo com as especificações e os resultados foram reprodutíveis para 10 lotes manipulados com a mesma formulação. As cápsulas comerciais de liberação prolongada contendo 100 mg de teofilina (microgrânulos), submetidas ao mesmo ensaio, apresentaram rápida liberação do fármaco, indicando que a liberação não é fator limitante para a absorção. Avaliou-se a cinética de liberação do fármaco empregando os modelos matemáticos de ordem zero, primeira ordem e Higuchi. Conclui-se que as matrizes obtidas foram capazes de modular a liberação, envolvendo os mecanismos de difusão e erosão, prevalecendo o modelo de primeira ordem e que as cápsulas de liberação modificada podem ser manipuladas, desde que testes de liberação sejam realizados. Abstract in english Polymers like cellulose (MethocelTM K100MPRCR, K15MPRCR and E4MCR) at different proportions (15-35%) were used to slow the release of theophylline (100 mg) from capsules. Volumetric method for powder filling capsules was used to prepare the capsules. Drug release from capsules was performed using apparatus 1, at 100 rpm and 900 mL of intestinal medium without enzymes (pH 7.5), at 37 °C, following the USP 28th ed. (Test 8). Dissolution profiles were compared to two bat (more) ches of commercial extended-release capsules. Capsules compounded with 35% (wt/wt) of MethocelTM E4MCR showed dissolution profile according to the official especifications. Similar results were reproduced with other ten compounded batches. Commercial extended-release capsules containing theophylline pellets (100 mg) showed quick drug release when submitted to the same test, indicating that, in these conditions, the capsules did not show prolonged release. Mathematical models like zero-order, first-order and Higuchi were applied in kinetic studies of theophylline release from the compounded capsules. Polymers were efficient to control the release of theophylline in capsules involving diffusion and erosion as mechanisms, and that first-order model was the best fitted one for theophylline matrix capsules. These results support that compounded extended-release capsules can be prepared, since the drug release tests can be done.

Pinheiro, Vanessa Alves; Kaneko, Telma Mary; Velasco, Maria Valéria Robles; Consiglieri, Vladi Olga

2007-06-01

152

Efeitos da angiotensina-I e isquemia na recuperação funcional em corações isolados/ Effects of angiotensin-I and ischemia on functional recovery in isolated hearts  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese FUNDAMENTO: A ressuscitação de parada cardíaca pode apresentar disfunção miocárdica determinada pelo tempo da isquemia, e a inibição da enzima conversora de angiotensina (ECA) pode reduzir a disfunção cardíaca durante a reperfusão. OBJETIVO: Investigar os efeitos da angiotensina-I e diferentes períodos de isquemia na recuperação funcional em corações de ratos isolados. MÉTODOS: Os corações isolados de ratos Wistar (n = 45; 250-300 g) foram submetidos a (more) diferentes períodos de isquemia global (20, 25 ou 30 min) e reperfundidos (30 min) com o tampão Krebs-Henseleit, ou com a adição de 400 nmol/L de angiotensina-I, ou com 400 nmol/L de angiotensina-I + 100 µmol/L de captopril durante o período de reperfusão. RESULTADOS: A derivada positiva máxima de pressão (+dP/dt max) e o produto frequência-pressão foram reduzidos nos corações expostos à isquemia de 25 min (~ 73%) e à isquemia de 30 min (~ 80%) vs. isquemia de 20 min. A pressão diastólica final do ventrículo esquerdo (PDFVE) e a pressão de perfusão (PP) foram aumentadas nos corações expostos à isquemia de 25 min (5,5 e 1,08 vezes, respectivamente) e à isquemia de 30 min (6 e 1,10 vezes, respectivamente) vs. isquemia de 20 min. A angiotensina-I ocasionou uma diminuição no +dP/dt max e no produto frequência-pressão (~ 85-94%) em todos os períodos de isquemia e um aumento na PDFVE e na PP (6,9 e 1,25 vezes, respectivamente) apenas na isquemia de 20 min. O captopril foi capaz de reverter parcial ou completamente os efeitos da angiotensina-I na recuperação funcional nas isquemias de 20 e 25 min CONCLUSÃO: Os dados sugerem que a angiotensina-II participa direta ou indiretamente no dano pós-isquêmico e que a capacidade de um inibidor da ECA atenuar esse dano depende do tempo de isquemia. Abstract in english BACKGROUND: Cardiac arrest resuscitation can present myocardial dysfunction determined by ischemic time, and inhibition of the angiotensin-converting enzyme (ACE) can reduce cardiac dysfunction during reperfusion. OBJECTIVE: To investigate the effects of angiotensin-I and different periods of ischemia on functional recovery in isolated rat hearts. METHODS: Isolated hearts from Wistar rats (n=45; 250-300 g) were submitted to different periods of global ischemia (20, 25 or (more) 30 min) and reperfused (30 min) with Krebs-Henseleit buffer alone or with the addition of 400 nmol/L angiotensin-I, or 400 nmol/L angiotensin-I + 100 mmol/L captopril along the reperfusion period. RESULTS: The maximal positive derivative of pressure (+dP/dt max) and rate-pressure product were reduced in hearts exposed to 25 min ischemia (~73%) and 30 min ischemia (~80%) vs. 20 min ischemia. Left ventricular end-diastolic pressure (LVEDP) and perfusion pressure (PP) were increased in hearts exposed to 25 min ischemia (5.5 and 1.08 fold, respectively) and 30 min ischemia (6 and 1.10 fold, respectively) vs. 20 min ischemia. Angiotensin-I caused a decrease in +dP/dt max and rate-pressure product (~85-94%) in all ischemic periods and an increase in LVEDP and PP (6.9 and 1.25 fold, respectively) only at 20 min ischemia. Captopril was able to partially or completely reverse the effects of angiotensin-I on functional recovery in 20 min and 25 min ischemia. CONCLUSION: These data suggest that angiotensin-II directly or indirectly participates in the post-ischemic damage, and the ability of an ACE inhibitor to attenuate this damage depends on ischemic time.

Oliveira, Ubirajara Oliveira de; Oliveira, Álvaro Reischak de; Kucharski, Luiz Carlos; Machado, Ubiratan Fabres; Irigoyen, Maria Claudia; Schaan, Beatriz D'Agord

2011-11-01

153

Evaluación “in vitro” de la asociación del efecto antimicrobiano del ozono unido a vehículos y medicamentos de accion prolongada  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Se realizó una evaluación “in vitro” de la capacidad de asociación del efecto antimicrobiano del ozono con diversos vehículos (aceite de oliva, aceite de girasol y propilenoglicol) y medicamentos de acción prolongada (propilenoglicol con hidróxido de calcio, calen y calen con paramonoclorofenol alcanforado) con la intención de encontrar un medicamento de acción prolongada de gran poder germicida y de baja o ninguna toxicidad para los tejidos paradentarios. Para tal fin, se empleó el medio de cultivo Agar Muller Hinton (Bacto®) Laboratorios DIFCO Ltda. contenido en 6 placas de petri. Como bacterias indicadoras se emplearon cepas de Pseudomonas aeruginosa y Enterococcus faecalis. Por cada medio previamente sembrado, se realizaron nueve pozos que permitieron alojar a su vez los diversos materiales empleados, los cuales fueron sometidos al proceso de ozonización por burbujeo. Posteriormente fueron evaluados mediante la técnica de sensibilidad antimicrobiana (difusión en agar y medición del halo de inhibición en cultura de bacterias) en cinco períodos de tiempo: 1, 7, 15, 30 y 180 días. Dadas las diferencias existentes entre los diámetros de los distintos halos de difusión formados en el agar por parte de los vehículos en los diferentes vehículos empleados, no se consideró necesario el análisis estadístico y se observó que el propilenoglicol ozonizado formó el mayor halo de inhibición en ambas bacterias. Conclusiones. De acuerdo con la metodología empleada y los resultados obtenidos podemos afirmar que entre las sustancias evaluadas, el propilenoglicol mostró la mejor capacidad de asociación al ozono, seguida del propilenoglicol con hidróxido de calcio, aceite de girasol y aceite de oliva respectivamente, manteniendo su acción antimicrobiana por todo el tiempo de evaluación. Calen y Calen PMCC no se mostraron con una acción sinérgica tan efectiva, por lo que podemos concluir que estas pastas no tienen capacidad de asociación con el ozono o ésta no fue suficiente para acrecentar su acción antimicrobiana.It was made an in vitro evaluation to test the capability of association of the antimicrobian effect of the ozone with severe vehicles (olive oil, sunflower oil and propylene glycol) and delayed dressings (propylene glycol with calcium hydroxide, calen and calen with alcanphored paramonoclorofenol ) with the intention of finding a new delayed dressing with great germicide power and of low or non toxicity to the paradental tissues. For this purpose, there were used several culture cultivations in 6 plaques of Petri. As indicative bacterias were studied the Pseudomonas aeruginosa and Enteroccus faecalis. In each plaque previously sowed, nine holes received the diverse materials and were submitted to ozonization by a bubble process. After that, they were evaluated by the antimicrobian sensitivity technique (agar diffusion and measurement of the inhibition halo) in five periods of time: 1, 7, 15, 30 and 180 days after being prepared. No statistical analysis has been made as the difference of diffusion at the agar with the different vehicles was significant enough and it was observed that the ozonized propylene glycol formed the biggest inhibiton halo in both bacterias. Conclusions: According to the used methodology and with the obtained results we can affirm that between the evaluated substances, the propylene glycol showed the best capability of association with the ozone, followed by the propylene glycol with calcium hydroxide, sunflower oil and olive oil respectively, maintaining its antimicrobian action by all the time of evaluation. Calen and Calen PMCC did not show an effective synergic action, and so we conclude that these pastes do not have a capability of association with the ozone or this was not sufficient enough to increase their antimicrobian action.

Hernán Freddy Ortega Cruz; Idomeo Bonetti Filho; Brenda Paola López Ampuero

2008-01-01

154

Evaluación ?in vitro? de la asociación del efecto antimicrobiano del ozono unido a vehículos y medicamentos de accion prolongada  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in spanish Se realizó una evaluación ?in vitro? de la capacidad de asociación del efecto antimicrobiano del ozono con diversos vehículos (aceite de oliva, aceite de girasol y propilenoglicol) y medicamentos de acción prolongada (propilenoglicol con hidróxido de calcio, calen y calen con paramonoclorofenol alcanforado) con la intención de encontrar un medicamento de acción prolongada de gran poder germicida y de baja o ninguna toxicidad para los tejidos paradentarios. Para (more) tal fin, se empleó el medio de cultivo Agar Muller Hinton (Bacto®) Laboratorios DIFCO Ltda. contenido en 6 placas de petri. Como bacterias indicadoras se emplearon cepas de Pseudomonas aeruginosa y Enterococcus faecalis. Por cada medio previamente sembrado, se realizaron nueve pozos que permitieron alojar a su vez los diversos materiales empleados, los cuales fueron sometidos al proceso de ozonización por burbujeo. Posteriormente fueron evaluados mediante la técnica de sensibilidad antimicrobiana (difusión en agar y medición del halo de inhibición en cultura de bacterias) en cinco períodos de tiempo: 1, 7, 15, 30 y 180 días. Dadas las diferencias existentes entre los diámetros de los distintos halos de difusión formados en el agar por parte de los vehículos en los diferentes vehículos empleados, no se consideró necesario el análisis estadístico y se observó que el propilenoglicol ozonizado formó el mayor halo de inhibición en ambas bacterias. Conclusiones. De acuerdo con la metodología empleada y los resultados obtenidos podemos afirmar que entre las sustancias evaluadas, el propilenoglicol mostró la mejor capacidad de asociación al ozono, seguida del propilenoglicol con hidróxido de calcio, aceite de girasol y aceite de oliva respectivamente, manteniendo su acción antimicrobiana por todo el tiempo de evaluación. Calen y Calen PMCC no se mostraron con una acción sinérgica tan efectiva, por lo que podemos concluir que estas pastas no tienen capacidad de asociación con el ozono o ésta no fue suficiente para acrecentar su acción antimicrobiana. Abstract in english It was made an in vitro evaluation to test the capability of association of the antimicrobian effect of the ozone with severe vehicles (olive oil, sunflower oil and propylene glycol) and delayed dressings (propylene glycol with calcium hydroxide, calen and calen with alcanphored paramonoclorofenol ) with the intention of finding a new delayed dressing with great germicide power and of low or non toxicity to the paradental tissues. For this purpose, there were used several (more) culture cultivations in 6 plaques of Petri. As indicative bacterias were studied the Pseudomonas aeruginosa and Enteroccus faecalis. In each plaque previously sowed, nine holes received the diverse materials and were submitted to ozonization by a bubble process. After that, they were evaluated by the antimicrobian sensitivity technique (agar diffusion and measurement of the inhibition halo) in five periods of time: 1, 7, 15, 30 and 180 days after being prepared. No statistical analysis has been made as the difference of diffusion at the agar with the different vehicles was significant enough and it was observed that the ozonized propylene glycol formed the biggest inhibiton halo in both bacterias. Conclusions: According to the used methodology and with the obtained results we can affirm that between the evaluated substances, the propylene glycol showed the best capability of association with the ozone, followed by the propylene glycol with calcium hydroxide, sunflower oil and olive oil respectively, maintaining its antimicrobian action by all the time of evaluation. Calen and Calen PMCC did not show an effective synergic action, and so we conclude that these pastes do not have a capability of association with the ozone or this was not sufficient enough to increase their antimicrobian action.

Ortega Cruz, Hernán Freddy; Bonetti Filho, Idomeo; López Ampuero, Brenda Paola

2008-06-01

155

Isquemia pulmonar embólica: aspectos clínicos e experimentais Pulmonary embolic ischemia: clinical and experimental aspects  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available A isquemia está freqüentemente relacionada a mecanismos embólicos e esta oclusão arterial mecânica não é sempre seguida de conseqüências isquêmicas severas porque mudanças na circulação brônquica suprem as áreas sem fluxo sangüíneo. No entanto, ocorre o fenômeno de remodelação vascular, também relacionado a níveis elevados de pressão arterial pulmonar, principalmente no tromboembolismo pulmonar crônico. Modelos experimentais têm sido produzidos para estudar a relação entre a oclusão arterial mecânica, a hipertensão pulmonar e a remodelação vascular, entretanto mais avaliações sistemáticas são necessárias para se entender esta relação no parênquima pulmonar isquêmico e não isquêmico.Pulmonary ischemia is usually related with embolics mechanisms, and this mechanic artery occlusion is not always followed by severe ischemic consequences, because the bronchial circulation changes supply the areas without blood flow. However, small artery vascular remodeling occurs, related to persistent high pulmonary pressure levels, mainly in the chronic pulmonary thromboembolism. Experimental models have been produced to study the relation-ship between mechanic artery occlusion, pulmonary hypertension and vascular remodeling, however, more systematic evaluation is necessary to understand such a these relation-ship, in the ischemic and not ischemic lung parenchyma.

Fabio Biscegli Jatene; Wanderley Marques Bernardo

2003-01-01

156

A terapia celular no tratamento da isquemia crítica dos membros inferiores/ Cell therapy for the treatment of critical ischemia of the lower limbs  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese Os autores fazem um histórico sobre as pesquisas com células-tronco embrionárias e do cordão umbilical, suas respectivas vantagens e desvantagens. Seguem com as discussões sobre células-tronco adultas, sua definição, histórico, fontes e participação nos processos de regeneração tecidual, particularmente no endotélio. Ressaltam a importância de fatores que mobilizam as células-tronco adultas a partir da medula óssea: citocinas, angiopoietinas e outros fato (more) res de crescimento. As células-tronco adultas mobilizam-se sob a forma de células endoteliais progenitoras, que têm origem comum com as células endoteliais a partir dos hemangioblastos. Os fatores de mobilização manifestam-se em condições de hipoxia e fazem com que as células endoteliais progenitoras se localizem nos locais de isquemia para produzir a neovasculogênese, que se faz por três possíveis mecanismos: a angiogênese (formação de novos capilares a partir de brotos de capilares já existentes), a arteriogênese (relacionada à circulação colateral) e a vasculogênese (vasos realmente novos). Fazem, a seguir, uma análise da literatura relativa à experimentação animal e aos estudos clínicos. Concluem ressaltando que as células-tronco adultas, embora tenham um grande potencial de uso, ainda demandam muito estudo e pesquisa para se firmar como método terapêutico. Abstract in english The authors review the history of the researches on embryonic and umbilical cord vein stem cells, their advantages and disadvantages. They proceed with comments on adult stem cells, their concept, history, sources and role on tissue regenerative processes, mainly on the endothelium. They stress the importance of factors that mobilize the adult stem cells from the bone marrow: cytokines, angyopoietine and other growth factors. The adult stem cells are mobilized as endothel (more) ial progenitor cells, which have a common origin with the endothelial cells from the hemangioblasts. The mobilizing factors are activated under hypoxia and promote the homing of the endothelial progenitor cells on the ischemic sites in order to generate the neovasculogenesis, which is accomplished through three possible mechanisms: angiogenesis (new capillaries from sprouts of the existing ones), arteriogenesis (related to collateral circulation) and vasculogenesis (actual new vessels). An appraisal of the literature is made with regard to animal and clinical sets Finally, they stress that adult stem cells, although bearing an enormous potential, still demand a considerable amount of work to become a current therapeutic method.

Araújo, José Dalmo de; Araújo Filho, José Dalmo de; Ciorlin, Emerson; Ruiz, Milton Artur; Ruiz, Lílian Piron; Greco, Oswaldo Tadeu; Lago, Mario Roberto; Ardito, Roberto Vito

2005-01-01

157

Utilização de hidrocortisona em eqüinos submetidos a isquemia e reperfusão no jejuno e suas conseqüências sobre o cório laminar/ Hydrocortisone in horses submitted to jejunal isquemia and reperfusion and its effects in the laminar corium  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese Estudou-se o efeito da administração de succinato sódico de hidrocortisona (SSH) no desenvolvimento de lesões no cório laminar de eqüinos. Doze animais foram submetidos à laparotomia sob anestesia geral e à isquemia total em dois segmentos do jejuno, enquanto três foram usados como controle. Após uma hora de isquemia, seis animais receberam 4,0mg/kg de SSH por via intravenosa (grupo T) e seis receberam placebo (grupo NT). Após duas horas de isquemia foi restabe (more) lecido o fluxo de sangue local e, decorridas duas horas de reperfusão, foi realizada a laparorrafia e permitiu-se a recuperação anestésica. Após 12 horas do início da reperfusão, os animais foram sacrificados e deles colhidas amostras de tecido laminar para avaliação histomorfológica. As alterações avaliadas ao microscópio óptico foram quantificadas por escores que variaram de 0 a 3. Os escores para lesão no tecido laminar foram semelhantes nos animais dos grupos T (0,41) e NT (0,54), permitindo concluir que a hidrocortisona não acentuou as lesões produzidas no tecido laminar após a isquemia e reperfusão no jejuno. Abstract in english To evaluate whether hydrocortisone sodium succinate (HSS) aggravates lesions in the laminar tissue secondary to intestinal ischemia and reperfusion (IR), two segments of the jejunum were isolated in 12 halothane-anesthetized horses, and total ischemia was induced on them. Three other horses were used as controls. One hour after the onset of the ischemia, HSS (4.0mg/kg) was administered intravenously to six animals (T group) and saline to the others (NT group). After two h (more) ours of ischemia and two hours of reperfusion the abdomen was closed and the horses were allowed to recover from anesthesia. After 12 hours of reperfusion the horses were euthanatized and biopsy specimens were taken from the laminar tissue and the lesions were evaluated and scored. No significant differences between T (0.41) and NT (0.54) groups for laminar lesion scores were observed. The results indicate that HSS did not produce harmful effects in the laminar tissue, suggesting that the occurrence of undesirable effects in the digit are not a limiting factor for using this drug to treat equine patients with acute abdomen.

Rio Tinto, J.J.M.; Alves, G.E.S.; Faleiros, R.R.; Santos, R.L.; Marques Júnior, A.P.; Melo, E.G.

2004-06-01

158

Utilização de hidrocortisona em eqüinos submetidos a isquemia e reperfusão no jejuno e suas conseqüências sobre o cório laminar Hydrocortisone in horses submitted to jejunal isquemia and reperfusion and its effects in the laminar corium  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Estudou-se o efeito da administração de succinato sódico de hidrocortisona (SSH) no desenvolvimento de lesões no cório laminar de eqüinos. Doze animais foram submetidos à laparotomia sob anestesia geral e à isquemia total em dois segmentos do jejuno, enquanto três foram usados como controle. Após uma hora de isquemia, seis animais receberam 4,0mg/kg de SSH por via intravenosa (grupo T) e seis receberam placebo (grupo NT). Após duas horas de isquemia foi restabelecido o fluxo de sangue local e, decorridas duas horas de reperfusão, foi realizada a laparorrafia e permitiu-se a recuperação anestésica. Após 12 horas do início da reperfusão, os animais foram sacrificados e deles colhidas amostras de tecido laminar para avaliação histomorfológica. As alterações avaliadas ao microscópio óptico foram quantificadas por escores que variaram de 0 a 3. Os escores para lesão no tecido laminar foram semelhantes nos animais dos grupos T (0,41) e NT (0,54), permitindo concluir que a hidrocortisona não acentuou as lesões produzidas no tecido laminar após a isquemia e reperfusão no jejuno.To evaluate whether hydrocortisone sodium succinate (HSS) aggravates lesions in the laminar tissue secondary to intestinal ischemia and reperfusion (IR), two segments of the jejunum were isolated in 12 halothane-anesthetized horses, and total ischemia was induced on them. Three other horses were used as controls. One hour after the onset of the ischemia, HSS (4.0mg/kg) was administered intravenously to six animals (T group) and saline to the others (NT group). After two hours of ischemia and two hours of reperfusion the abdomen was closed and the horses were allowed to recover from anesthesia. After 12 hours of reperfusion the horses were euthanatized and biopsy specimens were taken from the laminar tissue and the lesions were evaluated and scored. No significant differences between T (0.41) and NT (0.54) groups for laminar lesion scores were observed. The results indicate that HSS did not produce harmful effects in the laminar tissue, suggesting that the occurrence of undesirable effects in the digit are not a limiting factor for using this drug to treat equine patients with acute abdomen.

J.J.M. Rio Tinto; G.E.S. Alves; R.R. Faleiros; R.L. Santos; A.P. Marques Júnior; E.G. Melo

2004-01-01

159

Cirurgia da valva aórtica: estudo prospectivo e randomizado da miniesternotomia versus cirurgia convencional  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Objetivos: A cirurgia minimamente invasiva objetiva, através de menor trauma cirúrgico no paciente, recuperação mais rápida, menor tempo de internação em unidade de terapia intensiva e hospitalar, assim como menor dor e custo hospitalar. Através de estudo clínico prospectivo e randomizado, visamos avaliar as vantagens da cirurgia minimamente invasiva da valva aórtica sobre a cirurgia convencional. Material e Métodos: Foram 40 pacientes consecutivos, portadores de doença da valva aórtica, com idade inferior à 80 anos, submetidos à primeira cirurgia, de forma prospectiva, randomizados por computador em 2 grupos (miniesternotomia em L invertido e de forma convencional), no período de junho de 1997 a agosto de 1998. Todos os pacientes foram operados seguindo-se protocolos cirúrgicos pré estabelecidos, Ambos os grupos eram clinicamente semediantes. As seguintes variáveis foram avaliadas: tamanho da incisão, tempos de isquemia, de circulação extracorpórea e de cirurgia, tempo de internação hospitalar e em UTI, tempo de extubação, sangramento, dor e mortalidade. Os dados foram submetidos a análise estatística pelos testes T de Student, de Mann Whitney e o Exato de Fisher. Resultados: O grupo submetido à cirurgia minimamente invasiva para a troca da valva aórtica apresentou tempos de isquemia e de circulação extracorpórea significativamente maiores que o grupo convencional (respectivamente p=0,006 e p=0,041). O tamanho da incisão foi significativamente menor (p<0,001). As demais variáveis analisadas não apresentaram diferenças estatisticamente significativas. Conclusões: Observou-se efeito cosmético melhor devido a incisão menor pela técnica da miniesternotomia e menores tempos de isquemia e circulação extracorpórea através da cirurgia convencional. As demais variáveis estudadas apresentaram resultados semelhantes para ambos os grupos.

DIAS Ricardo Ribeiro; SOBRAL Marcelo Luiz Peixoto; AVELAR JÚNIOR Silas Fernandes; SANTOS Gilmar Geraldo dos; LIMA Marco Aurélio Vilela Borges de; HADDAD Vítor; MOREIRA Luiz Felipe P.; STOLF Noedir A. G.

1999-01-01

160

Avaliação de dois modelos experimentais de isquemia e reperfusão cerebral em ratos com oclusão temporária carotídea associada ou não à oclusão vertebral Evaluation of two brain ischemia and reperfusion experimental models in rats with carotid temporary occlusion associated or not to vertebral occlusion  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available OBJETIVO: Avaliar a reprodutibilidade de dois modelos experimentais de isquemia e reperfusão cerebral. MÉTODOS: 60 ratos foram distribuídos, aleatoriamente, em três grupos experimentais, com 20 animais cada: I - pinçamento temporário de artéria carótida esquerda; II - cauterização prévia das artérias vertebrais e pinçamento temporário da artéria carótida esquerda; simulado - sem isquemia nem reperfusão. Todos os animais tiveram oclusão definitiva de artéria carótida direita e os três grupos foram subdivididos em dois períodos de reperfusão: A - 60 minutos e B - 120 minutos. Os parâmetros verificados foram: medidas de pressão arterial média sistêmica e fluxo sangüíneo carotídeo; medida de malondialdeído cerebral através do teste TBARS e avaliação histológica do hemisfério cerebral submetido à isquemia e reperfusão. Foi feito também um estudo complementar com angiografia cerebral em 5 animais adicionais. RESULTADOS: Não houve diferenças significativas nas dosagens de malondialdeído cerebral e na freqüência e gravidade das alterações histológicas cerebrais entre os três grupos. Nos grupos GI e GII, a PAM foi significantemente maior no período de isquemia. O fluxo sangüíneo entre os períodos pré e pós-pinçamento aumentou nos grupos IA e IIB, diminuiu no grupo IB e no grupo IIA manteve-se inalterado. As angiografias do estudo complementar mostraram aporte sangüíneo para cérebro através de circulação colateral. CONCLUSÃO: Os modelos de isquemia e reperfusão estudados não demonstraram alterações consistentes de marcadores de lesão cerebral, seja quanto à produção de lipoperóxidos ou de lesões histológicas.PURPOSE: To evaluate reproducibility of two experimental brain ischemia and reperfusion models. METHODS: Sixty rats were randomly distributed to three experimental groups: I - (20) temporary clipping of the left carotid artery; II - (20) cauterization of vertebral arteries and temporary clipping of the left carotid artery; "Sham" - (20) simulation group, with neither ischemia nor reperfusion. All animals had permanent occlusion of right carotid artery and the three groups were subdivided into two reperfusion periods: A - 60 minutes e B - 120 minutes. Parameters verified were: mean systemic arterial blood pressure and carotid blood flow measurement; brain malondialdehyde measurement by TBARS assay and histological evaluation of the brain hemisphere submitted to ischemia and reperfusion. A supplementary brain angiography study was also conducted on 5 additional animals. RESULTS: There was no significant difference in brain malondialdehyde dose and in frequency and severity of histological brain alterations among the three groups. In groups GI and GII, mean arterial blood pressure was significantly higher during the ischemia period. Blood flow in the periods before and after clipping increased in Groups IA and IIB, decreased in Group IB and did not alter in Group IIA. Supplementary study angiographs showed blood supply to brain through collateral circulation. CONCLUSION: The ischemia and reperfusion models studied did not show consistent change in brain injury markers as far as lipoperoxide production and histological damage are concerned.

Daniela Mazza Sundefeld Tardini; Winston Bonetti Yoshida; Ethel Lourenzi Barbosa Novelli; Júlio Lopes Sequeira

2003-01-01

 
 
 
 
161

Formas farmacêuticas sólidas orais de liberação prolongada: sistemas monolíticos e multiparticulados Sustained release solid oral dosage forms: single-unity or multiple-unity systems  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available As formas farmacêuticas sólidas orais (FFSO) de liberação prolongada caracterizam-se pela liberação gradual do fármaco e manutenção da sua concentração plasmática em níveis terapêuticos, durante um período de tempo prolongado. Podem ser desenvolvidas como sistemas monolíticos ou multiparticulados, empregando-se tecnologias como matrizes poliméricas, sistemas reservatório ou bombas osmóticas. Este trabalho apresenta uma revisão acerca das tecnologias utilizadas para a obtenção de FFSO de liberação prolongada, destacando os benefícios tecnológicos e biofarmacotécnicos dos sistemas multiparticulados sobre os monolíticos. Os métodos empregados para a avaliação das características de dissolução desses sistemas são também abordados, especialmente o aparato 3 da Farmacopéia Americana. Por fim, são apresentados exemplos de produtos disponíveis no mercado brasileiro, com o objetivo de ilustrar a aplicabilidade das FFSO de liberação prolongada, além de verificar o perfil de utilização desses sistemas pela indústria nacional.Sustained release solid oral dosage forms are characterized by the gradual release of the drug and maintenance of its plasmatic concentration in therapeutic levels, during a prolonged period of time. They can be designed as single-unity or multiple-unity dosage forms, using technologies such as matrix, reservoir or osmotic systems. The present work is a review on the technologies used to obtain sustained release oral dosage forms, with a special attention to the technological and biopharmaceutical benefits of multiple-unity over single-unity systems. The methods used in the evaluation of the dissolution characteristics of such systems are also approached. Examples of products available in the Brazilian market are shown with the purpose of illustrating the applicability of sustained release solid oral dosage forms, besides verifying the profile of utilization of these systems by the national industry.

Bianca Ramos Pezzini; Marcos Antônio Segatto Silva; Humberto Gomes Ferraz

2007-01-01

162

Consecuencias funcionales en riñones de ratas sometidos a isquemia Functional consequences in rat kidneys subjected to ischemia  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Se realizó un estudio experimental en 35 ratas Wistar, desde diciembre de 2004 hasta julio de 2005, provocando isquemia temporal en el riñón por medio del pinzado atraumático de la arteria renal en 28 animales, los que fueron divididos en 4 subgrupos, comparados con un subgrupo de animales utilizados como control, a los que no se les provocó isquemia. Cada subgrupo estuvo constituido por 7 animales. Para la evaluación del estado funcional después de la isquemia, se midió la intensidad de filtrado glomerular, el flujo plasmático renal efectivo, y se calculó la fracción de filtración. Se corroboró la disminución progresiva de estas 3 variables en función del tiempo. En los subgrupos expuestos a 30 min, 45 min y 1 h mostraron disminución de manera significativa (pAn experimental study was conducted in 35 Wistar rats from December 2004 to July 2005 Transient ischemia was provoked in the kidney by a nontraumatic clamping of the renal artery in 28 animals, which were divided into 4 subgroups compared with a subgroup of animals used as control among which ischemia was not induced. To evaluate the functional state after ischemia, the intensity of the glomerular filtrate and the effective renal plasmatic flow were measured and the filtration fraction was calculated. The progressive reduction of these 3 variables was corroborated according to time. The subgroups exposed to 30 min, 45 min and 1 h showed a significant decrease (p< 0.05) compared with the first subgroup and the control subgroup. The intenstiy of glomerular filtration diminished approximately 30 % after 30 min with ischemia. The plasmatic renal flow in this same time lowered 17.6 %, a drop that increased in the course of time. It was concluded that ischemia is a clinically important process that produces a reduction of the renal function as the variable ischemic periods go by.

Elizabeth Vidor Guerra; Vivian García López; Miriela Betancourt Valladares; Olga Lidia Barrera López; Carlos del Risco Turiño

2006-01-01

163

Risk factors for prolonged mechanical ventilation after surgical repair of congenital heart disease/ Factores de riesgo por ventilación mecánica prolongada tras cirugía cardíaca por cardiopatía congénita  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in spanish Objetivo: El propósito del estudio fue establecer los factores de riesgo para ventilación mecánica prolongada en pacientes menores de 18 años sometidos a cirugía cardíaca. Tipo de estudio: Prospectivo. Unidad de Cuidados Intensivos Postoperatorios. Instituto Nacional de Cardiología "Ignacio Chávez". Del 1º de enero al 31 de diciembre de 2000. Material y métodos: Fueron analizados 318 pacientes consecutivos menores de 18 años con cardiopatía congénita sometido (more) s a cirugía cardíaca paliativa o correctiva. Resultados: Los pacientes con insuficiencia cardíaca tuvieron un tiempo de ventilación mecánica de 214 ± 200 horas, mientras los pacientes sin insuficiencia cardíaca sólo requirieron 33 ± 73 horas (p > 0.001). En presencia de hipertensión pulmonar severa el tiempo de asistencia ventilatoria fue de 160 ± 176 horas, en comparación con los que no la tenían, que fue de 47 ± 105 (p 120 horas) fueron: edad < 1 año, hipertensión pulmonar severa e insuficiencia cardíaca (90%, LC 58 a 99). La mortalidad, en los pacientes que requirieron ventilación mecánica prolongada, fue del 34%. El tiempo de circulación extracorpórea o de pinzamiento aórtico no fueron factores de riesgo para la necesidad de ventilación mecánica prolongada. Conclusiones: En nuestra institución los factores de riesgo para ventilación mecánica prolongada, en pacientes menores de 18 años operados de cirugía cardíaca paliativa o correctiva fueron: pacientes menores de 1 año, hipertensión pulmonar severa e insuficiencia cardíaca. Abstract in english Objective: The purpose of this study was to determine factors contributing to prolonged mechanical ventilation in children following surgery for congenital heart defects. Design: Prospective cohort trial. Setting: Critical Care Unit. "Ignacio Chavez" National Heart Institute, México; from January to December 2000. Patients: A total of 318 consecutive patients <18 years old who underwent cardiovascular surgical procedures for congenital heart defects were enrolled in t (more) his study. Of these, 297 patients were admitted to the intensive care unit with respiratory support and 2.8% required prolonged mechanical ventilation (MV) > 120 hours. Measurements and main results: Patients with cardiac failure had MVt ime of 214 ± 200 hours, whereas those without it had MV time of 33 ± 73 hours (p > 0.001). Patients with severe pulmonary hypertension had MV time of 160 ± 176 hours, while those who did not had MV time of 47 ± 105 hours (p 120 hours) were: patients ages of < 1 year, pulmonary hypertension, and cardiac failure, and represented the greatest risk (90%, Cl 58 to 99) of prolonging MV. Mortality rate was 34% for patients with prolonged MV. Times of aortic clamping and cardiopulmonary bypass were not significant risk factors for prolonged respiratory support. Conclusion: Patients ages of < 1 year old, pulmonary hypertension, and cardiac failure were significant risk factors for prolonged respiratory support.

García-Montes, José A.; Calderón-Colmenero, Juan; Casanova, Miguel; Zarco, Ernesto; Fernández de la Reguera, Guillermo; Buendía, Alfonso

2005-12-01

164

Lesão de isquemia e reperfusão após clampagem contínua ou intermitente do pedículo hepático em coelhos/ Ischemia/reperfusion injury after continuous or intermittent hepatic pedicle clamping in rabbits  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese RACIONAL: O controle do sangramento na hepatectomia é um desafio para os cirurgiões. A clampagem do pedículo hepático é manobra cirúrgica que pode promover redução do sangramento, mas provoca isquemia hepatocelular. Isso, junto com a reperfusão depois que a clampagem termina, leva à lesão de isquemia e reperfusão. OBJETIVO: Examinar os efeitos da lesão de isquemia e reperfusão no fígado após clampagem contínua e intermitente do pedículo hepático, usando (more) a quantificação de apoptose como ferramenta. MÉTODO: Vinte coelhos New Zealand foram divididos em grupos 1 (controle), 2 (60 minutos de isquemia contínua) e 3 (60 minutos de isquemia intermitente alternando 12 minutos de isquemia e três minutos de reperfusão). Biópsias hepáticas foram colhidas antes e ao fim da isquemia e após seis horas de reperfusão, quando os animais eram sacrificados. Os fragmentos obtidos foram submetidos à análise histológica e histoquímica (reação de Tunel). Campos microscópicos foram analisados para caracterização e quantificação de apoptose. RESULTADOS: A isquemia levou à elevação do índice apoptótico em ambos os grupos experimentais em relação aos controles, mas similar entre eles. Depois da reperfusão os índices voltaram aos valores iniciais. CONCLUSÃO: A clampagem do pedículo hepático, tanto contínua quanto intermitente, induz a apoptose em células hepáticas de modo igual. Abstract in english BACKGROUND : The control of bleeding in hepatectomy is a challenge for surgeons. The hepatic pedicle clamping is a surgical maneuver that can provide reduction in bleeding, but it provokes a hepatocellular suffering. This, along with reperfusion after the clamping finishes, leads to an injury known as ischemia/reperfusion injury. AIM: To examine the effects of the ischemia/reperfusion injury on the liver after continuous and intermittent hepatic pedicle clamping in an ani (more) mal model, using the quantification of apoptosis for evaluation. METHOD: Twenty New Zealand rabbits were assigned to groups 1 (control), 2 (60 minutes of continuous ischemia) and 3 (60 minutes of intermittent ischemia alternating 12 minutes of ischemia and three minutes of reperfusion). Liver biopsies were collected before ischemia, at its end and after six hours of reperfusion, when the animals were killed. The liver fragments were subjected to histological analysis (paraffinization and hematoxilin-eosin staining) and histochemical (Tunel reaction). Microscope fields of view were scanned for characterization and quantification of apoptosis. RESULTS : Ischemia led to an increased apoptotic index in both experimental groups in comparison to controls, but similarly between them. After the reperfusion, the indexes returned to baseline values. CONCLUSION: Clamping of the hepatic pedicle, either continuous or intermittent, induces apoptosis in liver cells in a similar way.

Seabra, André Luis Ramires; Savassi-Rocha, Paulo Roberto; Vasconcelos, Anilton César; Lima, Agnaldo Soares; Rodrigues, Kelly Cristine Lacerda; Almeida, Herbert Motta de

2012-06-01

165

Lesão de isquemia e reperfusão após clampagem contínua ou intermitente do pedículo hepático em coelhos Ischemia/reperfusion injury after continuous or intermittent hepatic pedicle clamping in rabbits  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available RACIONAL: O controle do sangramento na hepatectomia é um desafio para os cirurgiões. A clampagem do pedículo hepático é manobra cirúrgica que pode promover redução do sangramento, mas provoca isquemia hepatocelular. Isso, junto com a reperfusão depois que a clampagem termina, leva à lesão de isquemia e reperfusão. OBJETIVO: Examinar os efeitos da lesão de isquemia e reperfusão no fígado após clampagem contínua e intermitente do pedículo hepático, usando a quantificação de apoptose como ferramenta. MÉTODO: Vinte coelhos New Zealand foram divididos em grupos 1 (controle), 2 (60 minutos de isquemia contínua) e 3 (60 minutos de isquemia intermitente alternando 12 minutos de isquemia e três minutos de reperfusão). Biópsias hepáticas foram colhidas antes e ao fim da isquemia e após seis horas de reperfusão, quando os animais eram sacrificados. Os fragmentos obtidos foram submetidos à análise histológica e histoquímica (reação de Tunel). Campos microscópicos foram analisados para caracterização e quantificação de apoptose. RESULTADOS: A isquemia levou à elevação do índice apoptótico em ambos os grupos experimentais em relação aos controles, mas similar entre eles. Depois da reperfusão os índices voltaram aos valores iniciais. CONCLUSÃO: A clampagem do pedículo hepático, tanto contínua quanto intermitente, induz a apoptose em células hepáticas de modo igual.BACKGROUND : The control of bleeding in hepatectomy is a challenge for surgeons. The hepatic pedicle clamping is a surgical maneuver that can provide reduction in bleeding, but it provokes a hepatocellular suffering. This, along with reperfusion after the clamping finishes, leads to an injury known as ischemia/reperfusion injury. AIM: To examine the effects of the ischemia/reperfusion injury on the liver after continuous and intermittent hepatic pedicle clamping in an animal model, using the quantification of apoptosis for evaluation. METHOD: Twenty New Zealand rabbits were assigned to groups 1 (control), 2 (60 minutes of continuous ischemia) and 3 (60 minutes of intermittent ischemia alternating 12 minutes of ischemia and three minutes of reperfusion). Liver biopsies were collected before ischemia, at its end and after six hours of reperfusion, when the animals were killed. The liver fragments were subjected to histological analysis (paraffinization and hematoxilin-eosin staining) and histochemical (Tunel reaction). Microscope fields of view were scanned for characterization and quantification of apoptosis. RESULTS : Ischemia led to an increased apoptotic index in both experimental groups in comparison to controls, but similarly between them. After the reperfusion, the indexes returned to baseline values. CONCLUSION: Clamping of the hepatic pedicle, either continuous or intermittent, induces apoptosis in liver cells in a similar way.

André Luis Ramires Seabra; Paulo Roberto Savassi-Rocha; Anilton César Vasconcelos; Agnaldo Soares Lima; Kelly Cristine Lacerda Rodrigues; Herbert Motta de Almeida

2012-01-01

166

Alterações enzimáticas decorrentes de isquemia muscular esquelética em ratos/ Enzymatic alterations due to skeletal muscle ischemia in rats  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese Os autores estudaram as alterações enzimáticas [transaminase oxalo-acética (TGO), creatinofosfoquinase (CPK) e desidrogenase lática (LDH)] decorrentes de isquemia muscular esquelética em ratos submetidos à isquemia de membro inferior por 0, 2, 4 e 6 horas. Vinte e oito ratos Wistar foram divididos em 4 grupos: Grupo I (controle); e Grupos II, III, e IV (isquemia por 2, 4 e 6 horas, respectivamente). Após o período de isquemia, foi coletado sangue do plexo retrocu (more) lar para análise laboratorial. Os valores obtidos (média±desvio padrão) para TGO nos Grupos I, II, III e IV foram, respectivamente: 20,14±6,76; 59,71±28,91; 88,28±11,17 e 123±52,65 U/l. Para CPK, os valores foram: 67,85±62,76; 203±108,71; 237,71±95,06 e 291,71±173,19 U/l. Para LDH, obteve-se: 334,14±117,13; 414,42±222,47; 526±234,75 e 427,57±273,58 U/l. Para análise estatística, utilizou-se o método de ANOVA, seguido do teste t de Bonferroni (p Abstract in english The authors studied the enzymatic alterations (CPK, TGO, e LDH) due to skeletal muscle damage in rats submitted to inferior limb ischemia for 0, 2, 4 and 6 hours. Twenty eight rats were divided into four groups: Group I (control), and Groups II, III and IV (ischemia for 2, 4 and 6 hours, respectively). A blood sample was drawn of the retrocular venous plexus after the ischemia period in all animals. The values obtained (mean±standard deviation) for TGO in Groups I, II, I (more) II and IV were, respectively: 20,14±6,76; 59,71±28,91; 88,28±11,17 e 123±52,65 U/l. The values for CPK were: 67,85±62,76; 203±108,71; 237,71±95,06 e 291,71±173,19 U/l. For LDH, we obtained: 414,42±222,47; 526±234,75 e 427,57±273,58 U/l. For the statistical analysis, we used the ANOVA method followed by the Bonferroni?s t test (p

Ely, Jorge Fonseca; Ely, Pedro Bins; Webster, Ronaldo Scholze; Pavelecini, Michel; Lucas, Márcio

2000-09-01

167

Caracterización de los efectos de la isquemia normotérmica en la microcirculación renal/ Normothermic ischemia effects in renal microcirculation  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in spanish Presentamos los resultados obtenidos en un trabajo experimental en el que evaluamos las consecuencias de la isquemia normotérmica en la perfusión hipotérmica (PH) del riñón aislado. Sometimos a un grupo de riñones a PH tras clampaje del pedículo durante 45 min. A otro grupo equivalente de riñones se les perfundió sin isquemia previa. Añadimos a la solución de preservación una cantidad definida de creatinina y canulamos el uréter para recoger el líquido elimi (more) nado durante la perfusión y valorar el posible aclaramiento de creatinina (ClCr). Monitorizamos la hidrodinámica de la PH en tiempo real mediante un sistema informático. En cuanto a los resultados, la resistencia vascular renal (RVR) media de los riñones isquémicos fue mayor, así como el ClCr. Estos dos hechos permitieron inferir, teniendo en cuenta que las diferencias en el estudio histológico fueron mínimas, que los riñones sometidos a isquemia normotérmica experimentan un incremento del tono de la arteriola eferente durante la PH. La PH resultó ser una técnica eficaz para eliminar las consecuencias histológicas de la isquemia. Parece que los cambios microvasculares y bioquímicos producidos durante la PH pueden ser de causa esencialmente dinámica. Abstract in english We report the results obtained in a experimental work designed to evaluate the consequences of warm ischemia in hypothermic isolated renal perfusion. We perfused a number of kidneys after a period of 45 min of vascular occlusion. An alternative group of kidneys were perfused without previous warm ischemia. Ureter was canulated in all the procedures and output collected during the HP. Creatinine was added to the perfusion solution initially in order to determine creatinine (more) clearance. HP hydrodynamics was recorded on real time through a computerised system. According to the results, renal vascular resistance as well as CrCl were higher in ischemic kidneys. Both facts along with minimal differences in pathologic study suggest an increase in vascular tone of efferent-postglomerular arteriole during HP. HP was an adequate technique to minimize histologic consequences of ischemia. Mycrovascular an biochemical changes produced during HP may be produced, essentially, by dynamic causes.

Lledó García, E.; Berenguer García, I.; Pedemonte, G.; Rodríguez Martínez, D.; Subirá Ríos, D.; Hernández Fernández, C.; Cañizo López, J.F. del

2005-09-01

168

Impacto da técnica de expiração lenta e prolongada na mecânica respiratória de lactentes sibilantes Impact of the prolonged slow expiratory maneuver on respiratory mechanics in wheezing infants  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available OBJETIVO: Avaliar as alterações da mecânica respiratória e do volume corrente (VC) em lactentes sibilantes em ventilação espontânea após a realização da técnica de expiração lenta e prolongada (ELPr). MÉTODOS: Foram incluídos no estudo lactentes com história de sibilância recorrente e sem exacerbações nos 15 dias anteriores. Para a avaliação da função pulmonar, os lactentes foram sedados e posicionados em decúbito dorsal com máscara facial acoplada a um pneumotacógrafo. As variáveis da respiração corrente - VC e FR - e da mecânica respiratória - complacência do sistema respiratório (Csr), resistência (Rsr) e constante de tempo (psr) - foram mensuradas antes e após a realização de três sequências consecutivas de ELPr. RESULTADOS: Foram avaliados 18 lactentes, com média de idade de 32 ± 11 semanas. Houve um aumento significante no VC após ELPr (79,3 ± 15,6 mL vs. 85,7 ± 17,2 mL; p = 0,009), assim como uma redução na FR (40,6 ± 6,9 ciclos/min vs. 38,8 ± 0,9 ciclos/min; p = 0,042). Entretanto, não houve alterações significantes nos valores da mecânica respiratória (Csr: 11,0 ± 3,1 mL/cmH2O vs. 11,3 ± 2,7 mL/cmH2O; Rsr: 29,9 ± 6,2 cmH2O • mL-1 • s-1 vs. 30,8 ± 7,1 cmH2O • mL-1 • s-1; e psr: 0,32 ± 0,11 s vs. 0,34 ± 0,12 s; p > 0,05 para todos). CONCLUSÕES: Essa técnica de fisioterapia respiratória é capaz de induzir alterações significativas no VC e na FR de lactentes com sibilância recorrente, mesmo na ausência de exacerbações. A manutenção das variáveis da mecânica respiratória indica que a técnica é segura para ser aplicada nesse grupo de pacientes. Estudos com lactentes sintomáticos são necessários para quantificar os efeitos funcionais da técnica.OBJECTIVE: To evaluate changes in respiratory mechanics and tidal volume (V T) in wheezing infants in spontaneous ventilation after performing the technique known as the prolonged, slow expiratory (PSE) maneuver. METHODS: We included infants with a history of recurrent wheezing and who had had no exacerbations in the previous 15 days. For the assessment of the pulmonary function, the infants were sedated and placed in the supine position, and a face mask was used and connected to a pneumotachograph. The variables of tidal breathing (V T and RR) as well as those of respiratory mechanics-respiratory system compliance (Crs), respiratory system resistance (Rrs), and the respiratory system time constant (prs)-were measured before and after three consecutive PSE maneuvers. RESULTS: We evaluated 18 infants. The mean age was 32 ± 11 weeks. After PSE, there was a significant increase in V T (79.3 ± 15.6 mL vs. 85.7 ± 17.2 mL; p = 0.009) and a significant decrease in RR (40.6 ± 6.9 breaths/min vs. 38.8 ± 0,9 breaths/min; p = 0.042). However, no significant differences were found in the variables of respiratory mechanics (Crs: 11.0 ± 3.1 mL/cmH2O vs. 11.3 ± 2.7 mL/cmH2O; Rrs: 29.9 ± 6.2 cmH2O • mL-1 • s-1 vs. 30.8 ± 7.1 cmH2O • mL-1 • s-1; and prs: 0.32 ± 0.11 s vs. 0.34 ±0.12 s; p > 0.05 for all). CONCLUSIONS: This respiratory therapy technique is able to induce significant changes in V T and RR in infants with recurrent wheezing, even in the absence of exacerbations. The fact that the variables related to respiratory mechanics remained unchanged indicates that the technique is safe to apply in this group of patients. Studies involving symptomatic infants are needed in order to quantify the functional effects of the technique.

Fernanda de Cordoba Lanza; Gustavo Falbo Wandalsen; Carolina Lopes da Cruz; Dirceu Solé

2013-01-01

169

Impacto da técnica de expiração lenta e prolongada na mecânica respiratória de lactentes sibilantes/ Impact of the prolonged slow expiratory maneuver on respiratory mechanics in wheezing infants  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese OBJETIVO: Avaliar as alterações da mecânica respiratória e do volume corrente (VC) em lactentes sibilantes em ventilação espontânea após a realização da técnica de expiração lenta e prolongada (ELPr). MÉTODOS: Foram incluídos no estudo lactentes com história de sibilância recorrente e sem exacerbações nos 15 dias anteriores. Para a avaliação da função pulmonar, os lactentes foram sedados e posicionados em decúbito dorsal com máscara facial acoplad (more) a a um pneumotacógrafo. As variáveis da respiração corrente - VC e FR - e da mecânica respiratória - complacência do sistema respiratório (Csr), resistência (Rsr) e constante de tempo (psr) - foram mensuradas antes e após a realização de três sequências consecutivas de ELPr. RESULTADOS: Foram avaliados 18 lactentes, com média de idade de 32 ± 11 semanas. Houve um aumento significante no VC após ELPr (79,3 ± 15,6 mL vs. 85,7 ± 17,2 mL; p = 0,009), assim como uma redução na FR (40,6 ± 6,9 ciclos/min vs. 38,8 ± 0,9 ciclos/min; p = 0,042). Entretanto, não houve alterações significantes nos valores da mecânica respiratória (Csr: 11,0 ± 3,1 mL/cmH2O vs. 11,3 ± 2,7 mL/cmH2O; Rsr: 29,9 ± 6,2 cmH2O ? mL-1 ? s-1 vs. 30,8 ± 7,1 cmH2O ? mL-1 ? s-1; e psr: 0,32 ± 0,11 s vs. 0,34 ± 0,12 s; p > 0,05 para todos). CONCLUSÕES: Essa técnica de fisioterapia respiratória é capaz de induzir alterações significativas no VC e na FR de lactentes com sibilância recorrente, mesmo na ausência de exacerbações. A manutenção das variáveis da mecânica respiratória indica que a técnica é segura para ser aplicada nesse grupo de pacientes. Estudos com lactentes sintomáticos são necessários para quantificar os efeitos funcionais da técnica. Abstract in english OBJECTIVE: To evaluate changes in respiratory mechanics and tidal volume (V T) in wheezing infants in spontaneous ventilation after performing the technique known as the prolonged, slow expiratory (PSE) maneuver. METHODS: We included infants with a history of recurrent wheezing and who had had no exacerbations in the previous 15 days. For the assessment of the pulmonary function, the infants were sedated and placed in the supine position, and a face mask was used and conn (more) ected to a pneumotachograph. The variables of tidal breathing (V T and RR) as well as those of respiratory mechanics-respiratory system compliance (Crs), respiratory system resistance (Rrs), and the respiratory system time constant (prs)-were measured before and after three consecutive PSE maneuvers. RESULTS: We evaluated 18 infants. The mean age was 32 ± 11 weeks. After PSE, there was a significant increase in V T (79.3 ± 15.6 mL vs. 85.7 ± 17.2 mL; p = 0.009) and a significant decrease in RR (40.6 ± 6.9 breaths/min vs. 38.8 ± 0,9 breaths/min; p = 0.042). However, no significant differences were found in the variables of respiratory mechanics (Crs: 11.0 ± 3.1 mL/cmH2O vs. 11.3 ± 2.7 mL/cmH2O; Rrs: 29.9 ± 6.2 cmH2O ? mL-1 ? s-1 vs. 30.8 ± 7.1 cmH2O ? mL-1 ? s-1; and prs: 0.32 ± 0.11 s vs. 0.34 ±0.12 s; p > 0.05 for all). CONCLUSIONS: This respiratory therapy technique is able to induce significant changes in V T and RR in infants with recurrent wheezing, even in the absence of exacerbations. The fact that the variables related to respiratory mechanics remained unchanged indicates that the technique is safe to apply in this group of patients. Studies involving symptomatic infants are needed in order to quantify the functional effects of the technique.

Lanza, Fernanda de Cordoba; Wandalsen, Gustavo Falbo; Cruz, Carolina Lopes da; Solé, Dirceu

2013-02-01

170

ENFERMEDAD DE WERDNIG-HOFFMAN: A PROPOSITO DE UN CASO CON ESTADIA PROLONGADA/ Werdnig-Hoffman disease. a long stay in a pediatric Intensive Care Unit  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in spanish El número de niños que necesita asistencia ventilatoria prolongada ha aumentado en todo el mundo en los últimos años. Se reporta una paciente con atrofia muscular espinal tipo 1 (Enfermedad de Werdnig-Hoffman) con una permanencia en la Unidad de Cuidados Intensivos Pediátricos de casi 5 años por necesidad de soporte ventilatorio crónico. Se realiza una breve revisión de la enfermedad y se analizan las características de su atención integral que han permitido una sobrevida inusualmente prolongada con excelentes condiciones físicas y mentales. Abstract in english The number of children that need long term mechanical ventilation is increasing worldwide. A female patient was reported with spinal muscular atrophy type 1 (Werdnig-Hoffman disease) and a stay at the Intensive Care Unit nearly to five years because she required chronic ventilatory support. A review of the illness was performed and the management strategies were analysed that have permitted an unusually prolonged survival with excellent physical and mental conditions.

Camacho Plasencia, Carlos Alberto; Carrión Mendoza, Reynaldo; Llana Núñez, Reynaldo; Roque Piñón, Aida Piedad; Oleaga Vargas, Saily

2009-03-01

171

Salmonelose septicêmica prolongada associada à esquistossomose: evolução do conhecimento e mecanismos imunopatogênicos Schistosoma-associated chronic septicemic salmonellosis: evolution of knowledge and immunopathogenic mechanisms  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available A salmonelose septicêmica prolongada é uma entidade clinicamente individualizada caracterizada por febre prolongada com hepatoesplenomegalia que ocorre em indivíduos esquistossomóticos coinfectados com salmonelas. Os mecanismos imunopatogênicos são vários e dependem das peculiaridades das interações entre as salmonelas e várias espécies do gênero Schistosoma. As modificações ocasionadas no sistema imunitário pela infecção parasitária são responsáveis pela evolução do quadro da doença. Nesta revisão, analisamos a evolução do conhecimento sobre a entidade e discutimos os possíveis mecanismos imunofisiopatogênicos que concorrem para seu desenvolvimento.Chronic septicemic salmonellosis is an individualized clinical entity characterized by prolonged fever with enlargement of the liver and spleen that occurs in Schistosoma-infected individuals who are coinfected with Salmonella. Several immunopathogenic mechanisms are involved, and they depend on the peculiarities of the interactions between Salmonella and various species of the genus Schistosoma. The modifications to the immune system that are caused by parasite infection are responsible for the evolution of the disease. In this review, we analyze the evolution of the knowledge on this entity and discuss the possible immuno-physiopathogenic mechanisms that contribute towards its development.

Maria Imaculada Muniz-Junqueira; Carlos Eduardo Tosta; Aluízio Prata

2009-01-01

172

Factores asociados a las estancias anormalmente prolongadas en las hospitalizaciones por insuficiencia cardiaca en España/ Associated factors with unusually long stays in heart failure hospitalizations in Spain  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in spanish Fundamento. La insuficiencia cardiaca es un proceso de alta prevalencia que origina repetidos ingresos hospitalarios con sobrecarga asistencial e incremento del gasto sanitario. Los objetivos de este trabajo son describir y caracterizar los casos con estancias prolongadas por este síndrome, detectando posibles factores asociados a la misma. Método. Estudio de cohorte histórica de todos los episodios de personas mayores de 45 años, ingresados por insuficiencia cardiaca (more) en el Sistema Sanitario Público Español en el período 1997-2007. Fuente: 808.229 episodios clasificados como Grupos Relacionados de Diagnóstico 127 y 544, según el Conjunto Mínimo Básico de Datos del Instituto de Información Sanitaria. Se evaluaron variables sociodemográficas (edad, género, comunidad autónoma), clínicas (comorbilidades, complicaciones, tipo de ingreso y alta) y de gestión (estancia, tipo de hospital, reingresos). Se definió estancia anormalmente prolongada aquella que superó el percentil 90 (14 y 16 días, respectivamente), construyéndose un modelo de regresión logística para valorar sus posibles factores asociados. Resultados. Presentaron estancias anormalmente prolongadas el 11,4%, mostrando inferior edad media y mayor número de diagnósticos y procedimientos, reingresos y mortalidad que el grupo sin estancias prolongadas. Padecer anemia, insuficiencia renal, TEP o ictus así como el reingreso y el ingreso programado se asociaron a mayor probabilidad de estancia anormalmente prolongada. Conclusión. Es posible definir un perfil de comorbilidad y sociodemográfico que valore la probabilidad de tener un ingreso prolongado, si bien dadas las características de las bases de datos administrativas la capacidad discriminativa del modelo es discreta. Abstract in english Background. Heart failure is a process of high prevalence that causes repeated hospital admissions with increased health care costs. The aim of this article is to describe and characterize the cases with long stays due to this syndrome, identifying associated factors wherever possible. Method. An historical cohort of all the episodes of people over 45 years with a diagnosis of heart failure admitted in the Spanish Public Health System in the period 1997-2007. Source: 808, (more) 229 episodes classified as Diagnosis Related Groups 127 and 544 according to the Minimum Basic Data provided by the Institute for Health Information. We assessed sociodemographic variables (age, gender, region), clinical variables (comorbidities, complications, type of admission and discharge) and management variables (length of stay, type of hospital readmissions). An abnormally prolonged stay (APS) was defined as one exceeding the 90th percentile (14 and 16 days, respectively); we built a logistic regression model to assess their possible associated factors. Results. Eleven point four percent (11.4%) presented abnormally prolonged stays, showing lower mean age and increased number of diagnoses and procedures, readmissions and mortality than the non-abnormally prolonged stay group. Anemia, kidney failure, pulmonary embolism or stroke as well as readmission and scheduled admission were associated with increased likelihood of APS. Conclusion. It is possible to define a comorbidities and sociodemographic profile to assess the likelihood of a prolonged hospital stay, but given the nature of administrative database the model's discriminative ability is quite discreet.

García Torrecillas, J.M.; Moreno, E.; Sánchez-Montesinos, I.; Lea, M.C.

2011-08-01

173

Analysis of the NMDA in Focal Cerebral Ischemia in Rats Análisis del NMDA en Isquemia Cerebral Focal en Ratas  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available NMDAR (N-methyl-D-aspartate receptor) is one subtype of ionotrophic glutamate receptor which is extensively distributed in the central nervous system (CNS). In the mammalian CNS, NMDAR serves prominent roles in the pathophysiologic process of cerebral ischemia. This study aimed to investigate the pattern of expression of protein and gene of the excitatory neurotransmitter NMDAR in experimental focal cerebral ischemia and the hole of neuroprotection with hypothermia and ketoprofen. 120 rats were randomly divided into 6 groups (20 animals each): control - no surgery; sham - simulation of surgery; ischemic - focal ischemia for 1 hour, without reperfusion; ischemic + intraischemic hypothermia; ischemic + previous intravenous ketoprofen, and ischemic + hypothermia and ketoprofen. Ten animals from each experimental group were used to establish the volume of infarct. Transient focal cerebral ischemia was obtained in rats by occlusion of the middle cerebral artery with an intraluminal suture. The infarct volume was measured using morphometric analysis of infarct areas defined by triphenyl tetrazolium chloride and the patterns of expression of the protein and gene NMDA were evaluated by immunohistochemistry and quantitative real-time PCR, respectively. Increases in the protein and gene NMDA receptor in the ischemics areas were observed and these increases were reduced by hypothermia and ketoprofen. The increase in the NMDA receptor protein and gene expression observed in the ischemic animals was reduced by neuroprotection (hypothermia and ketoprofen). The NMDA receptor increases in the ischemic area suggests that the NMDA mediated neuroexcitotoxicity plays an important role in cell death and that the neuroprotective effect of both, hypothermia and ketoprofen is directly involved with the NMDA.NMDAR (N-metil-D-aspartato) es un tipo de receptor de glutamato ionotrópico y está ampliamente distribuido en el sistema nervioso central (SNC). En el SNC de mamíferos, NMDAR se destaca de manera importante en el proceso fisiopatológico de la isquemia cerebral. Este estudio tuvo como objetivo investigar el patrón de expresión de proteínas y genes para el NMDA neurotransmisor excitatorio experimental de la isquemia cerebral focal y el vacío en la neuroprotección con hipotermia y ketoprofeno. Se dividieron 120 ratas aleatoriamente en grupos de 6 animales cada uno (20): Control - sin cirugía; Sham - simulación de cirugía; isquémicas - isquemia focal durante 1 hora, sin reperfusión isquémica; hipotermia intra-isquémica; isquemia; previa aplicación de ketoprofeno intravenoso, e hipotermia isquémica y ketoprofeno. Diez animales de cada grupo experimental fueron utilizados para establecer el volumen de infarto.La isquemia cerebral focal transitoria fue obtenida en ratas mediante oclusión de la arteria cerebral media con una sutura intraluminal. El volumen de infarto fue medido mediante análisis morfométrico de las áreas de infarto definidas por cloruro de trifenil tetrazolio y patrones de expresión de la proteína y el gen de NMDA, fueron evaluados por inmunohistoquímica y PCR cuantitativa en tiempo real, respectivamente. Se observaron aumentos en la proteína y en el gen del receptor de NMDA en las áreas isquémicas y estos aumentos fueron reducidos por la hipotermia y ketoprofeno. El aumento de la proteína del receptor de NMDA y la expresión génica observada en los animales isquémicos fue reducido mediante hipotermia y ketoprofeno. Los aumentos del receptor de NMDA en el área isquémica sugiere que la neuro excitotoxicidad mediada por NMDA desempeña un papel importante en la muerte celular y que el efecto neuroprotector de ambos, hipotermia y ketoprofeno está directamente relacionado al NMDA.

D. P. C Tirapelli; C. G Carlotti Jr; J. P Leite; F. S. N Lizarte; L. F Tirapelli; B. O Colli

2012-01-01

174

Efeito do meloxicam sobre a lesão de isquemia e reperfusão em músculo esquelético de ratos Effect of meloxicam on ischemia-reperfusion injury in skeletal muscle of rats  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Os antiinflamatórios não esteroidais, derivados do piroxicam, agem como varredores de radicais livres de oxigênio em experimentos in vitro. O objetivo deste trabalho foi analisar o efeito do meloxicam em músculos esqueléticos de ratos submetidos à isquemia e reperfusão com base na análise de liberação de malondialdeído da membrana celular ( indicador de peroxidação lipídica provocada pelos radicais livres). Dezoito ratos Wistar foram divididos em 2 grupos de 9. O grupo I (grupo sham) foi tratado previamente com 3g/kg de peso de solução fisiológica e o grupo II com 3g/kg de peso de meloxicam por via peritoneal. Após 5 min os ratos foram submetidos a 3h de isquemia total ( torniquete) e 45 min de reperfusão das patas posteriores esquerdas. Colheram-se biópsias dos músculos isquêmicos e reperfundidos e das patas controles (contralaterais) para a dosagem de malondialdeído. A análise das diferenças de concentração do malondiadeído nas patas controles e reperfundidas no grupo I (43,7± 60,7; n=9) em relação ao grupo II (21,7± 49,5; n=9) não mostrou alteração significante (p=0,3). Os dados obtidos, neste trabalho, mostram que o meloxicam não protege a musculatura esquelética dos danos causados pela isquemia e reperfusão, com base na análise do malondialdeído tissular após 3h de isquemia e 45 min de reperfusão.

Vitor A. Uhle; Carlos E. Piccinato; Antonio D. Campos; Jesualdo Cherri

2000-01-01

175

Efeito do meloxicam sobre a lesão de isquemia e reperfusão em músculo esquelético de ratos/ Effect of meloxicam on ischemia-reperfusion injury in skeletal muscle of rats  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese Os antiinflamatórios não esteroidais, derivados do piroxicam, agem como varredores de radicais livres de oxigênio em experimentos in vitro. O objetivo deste trabalho foi analisar o efeito do meloxicam em músculos esqueléticos de ratos submetidos à isquemia e reperfusão com base na análise de liberação de malondialdeído da membrana celular ( indicador de peroxidação lipídica provocada pelos radicais livres). Dezoito ratos Wistar foram divididos em 2 grupos de (more) 9. O grupo I (grupo sham) foi tratado previamente com 3g/kg de peso de solução fisiológica e o grupo II com 3g/kg de peso de meloxicam por via peritoneal. Após 5 min os ratos foram submetidos a 3h de isquemia total ( torniquete) e 45 min de reperfusão das patas posteriores esquerdas. Colheram-se biópsias dos músculos isquêmicos e reperfundidos e das patas controles (contralaterais) para a dosagem de malondialdeído. A análise das diferenças de concentração do malondiadeído nas patas controles e reperfundidas no grupo I (43,7± 60,7; n=9) em relação ao grupo II (21,7± 49,5; n=9) não mostrou alteração significante (p=0,3). Os dados obtidos, neste trabalho, mostram que o meloxicam não protege a musculatura esquelética dos danos causados pela isquemia e reperfusão, com base na análise do malondialdeído tissular após 3h de isquemia e 45 min de reperfusão.

Uhle, Vitor A.; Piccinato, Carlos E.; Campos, Antonio D.; Cherri, Jesualdo

2000-01-01

176

Expression of HSP70 in cerebral ischemia and neuroprotetive action of hypothermia and ketoprofen Expressão de HSP70 na isquemia cerebral e a ação neuroprotetora da hipotermia e do cetoprofeno  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Heat shock proteins (HSPs) are molecular chaperones that bind to other proteins to shepherd them across membranes and direct them to specific locations within a cell. Several injurious stimuli can induce Hsp70 expression, including ischemia. This study aimed to investigate the pattern of expression of protein (immunohistochemistry) and gene (real-time PCR) Hsp70 in experimental focal cerebral ischemia in rats by occlusion of the middle cerebral artery for 1 hour and the role of neuroprotection with hypothermia (H) and ketoprofen (K). The infarct volume was measured using morphometric analysis defined by triphenyl tetrazolium chloride. It was observed increases in the protein (p=0.0001) and gene (p=0.0001) Hsp70 receptor in the ischemic areas that were reduced by H (protein and gene: pProteínas de choque térmico (HSPs) são chaperones moleculares que se ligam a outras proteínas para atravessar as membranas e encaminhá-las para locais específicos dentro de uma célula. Vários estímulos nocivos podem induzir a expressão de Hsp70, incluindo isquemia. Este estudo teve como objetivo investigar o padrão de expressão protéica (imunohistoquímica) e gênica (PCR em tempo real) de Hsp70 na isquemia cerebral focal experimental em ratos pela oclusão da artéria cerebral média durante 1 hora e o papel da neuroproteção com hipotermia (H) e cetoprofeno (C). O volume de infarto foi calculado através da análise morfométrica definido por cloreto de trifenil tetrazólio. Foi observado aumento na expressão proteína (p=0,0001) e gênica (p=0,0001) de Hsp70 nas áreas isquêmicas que foram reduzidas pela H (proteína e gene: p<0,05), C (proteína: p<0,001) e H+K (proteína: p<0,01 e gene: p<0,05). O aumento de Hsp70 na área isquêmica sugere que a neuroexcitotoxicidade mediada pela Hsp70 desempenha um papel importante na morte celular e que o efeito neuroprotetor tanto da H quanto do C está diretamente envolvido com a Hsp70.

Daniela Pretti da Cunha Tirapelli; Carlos Gilberto Carlotti Junior; João Pereira Leite; Luis Fernando Tirapelli; Benedicto Oscar Colli

2010-01-01

177

Bilioduodenal anastomosis in rats with extra-hepatic biliary obstruction is followed by lesions ischemia and reperfusion-induced Lesão de isquemia e reperfusão em ratos com obstrução biliar extra-hepática submetidos à anastomose bilio-duodenal  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available PURPOSE: The aim of this study was to investigate alterations compatible with hepatic ischemia-reperfusion after bilioduodenal shunt (BD) in rats with obstructive jaundice (OB) . METHODS: Thirty six animals were divided into 6 experimental groups: CO1 and CO2 - control groups, sham-operated (SO) and evaluated 6 and 24 hours after, respectively; OB1 and OB2, - obstructive jaundice groups, sham-operated 15 days after bile duct ligature and evaluated 6 and 24 hours after SO, respectively; DBD1and DBD2 - obstructive jaundice groups evaluated ,respectively, 6 and 24 hours after BD performed 15 days after bile duct ligature. The parameters evaluated were serum total bilirubin, aminotransferase activity (AST, ALT), TNFalpha, liver mitochondrial functions and parenchymatous injury. RESULTS: Bilirubin decreased while aminotransferase activity increased 6 hours after BD (pOBJETIVO: O objetivo do estudo foi investigar alterações compatíveis com o fenômeno de isquemia-reperfusão hepática em ratos com icterícia obstrutiva (OB) após derivação bilioduodenal (BD). MÉTODOS: Trinta e seis animais foram divididos em seis grupos experimentais: CO1 e CO2 - grupos controle avaliados com 6 e 24 horas após operação simulada (SO), respectivamente; OB1 e OB2 - grupos com obstrução biliar, submetidos a SO 15 dias após ligadura do ducto biliar, e avaliados em 6 e 24 horas após a SO, respectivamente; DBD1 e DBD2 - grupos com 15 dias de obstrução biliar, avaliados em 6 e 24 horas, respectivamente, após BD. Os parâmetros avaliados foram bilirrubinas, aminotranferases (ALT e AST), funções mitocondriais hepáticas, dosagem de TNFalfa e lesão do parênquima hepático. RESULTADOS: As bilirrubinas caíram após BD, enquanto as aminotransferases aumentaram 6 horas após BD (p<0,01). O TNFalfa mensurado na 6ª hora após a BD foi maior que o da 24ª hora (p<0,05). O consumo de oxigênio no estado 3 e 4 mantiveram-se elevados na fase inicial do BD e as lesões celulares hepáticas agravaram-se na 24ª hora pós BD. CONCLUSÃO: Os resultados demonstraram que a descompressão cirúrgica biliar na icterícia obstrutiva foi seguida de alterações que correspondem ao fenômeno de isquemia-reperfusão hepática.

Márcio Augusto Ferreira; José Sebastião dos Santos; Robson Azevedo Dutra; Wilson Salgado Jr.; Rafael Kemp; Camila Domiciano; Leandra N.Z Ramalho; Ajith Kumar Sankarankutty; Orlando de Castro-e-Silva

2008-01-01

178

Isquemia mesentérica crónica, tratamiento quirúrgico: Reporte de dos casos Chronic mesenteric ischemia: Report of two cases  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available La isquemia mesentérica crónica es una enfermedad que pone en riesgo la vida, que puede provocar la muerte por inanición o infarto mesentérico. El diagnóstico se realiza tardíamente debido a la inespecificidad de sus síntomas. El método diagnóstico no invasivo de elección es la ecografía doppler, por el cual se determina la presencia de estenosis u oclusión de las arterias viscerales comprometidas. La arteriografía se utiliza para definir la anatomía de las lesiones y planificar la cirugía. El tratamiento de elección sigue siendo la revascularización. Presentamos dos pacientes tratadas en nuestro servicio con buenos resultados, las que presentaban historia de síntomas abdominales inespecíficos y baja de peso. En la primera paciente, con antecedentes de hipercolesterolemia, su estudio demostró ateromatosis calcica difusa de aorta abdominal, ilíacas comunes, tronco celíaco, renales y mesentérica superior; se le realizó bypass ilíaco-mesentérico superior. En la segunda paciente, con antecedentes de tabaquismo crónico, su estudio demostró lesiones críticas de tronco celíaco y arteria mesentérica superior e inferior, se le realizó bypass aorto-mesentérico superior y aorto-hepático común. En los controles, ambas pacientes presentan alza de peso sostenida y se mantienen asintomáticas.Chronic mesenteric ischemia is uncommon and often not recognized by clinicians. We report two patients with the disease. A 61 years old female with a two years history of abdominal pain, diarrhea, anorexia and weight loss. A mesenteric arteriography showed a critical stenosis of the celiac artery. The patient was operated and a retrograde bypass from the iliac to the mesenteric artery was placed. Digestive symptoms ceased and the patient gained weight. A 49 years old smoker female, with a two years history of abdominal pain and weight loss, without diarrhea. A doppler ultrasonography of abdominal arteries showed a critical stenosis of the celiac artery. The angiography confirmed the stenosis and disclosed also a complete occlusion of the common hepatic artery. The patient was operated placing anterograde aortic-mesenteric and aortic- hepatic bypasses. During the follow up, the patient is in good conditions.

MARCO CERONI V; ALEJANDRO BARRERA E; DANIEL WALLACH W; JUAN PABLO URIBE L; PABLO CARREÑO O; GUILLERMO BANNURA C

2011-01-01

179

Isquemia sintomática en accesos vasculares parahemodiálisis/ Symptomatic ischemia of hemodialysis vascular access  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in spanish accesos vasculares para hemodiálisis (AVHD). Entre Enero de 2000 y Junio del 2005 se construyeron 1926 accesos vasculares para hemodiálisis en 1537 pacientes en el Servicio de Cirugía del Hospital Barros Luco Trudeau, seleccionando aquellos pacientes que fueron manejados por presentar elementos de isquemia sintomática severa. El grupo está constituido por 18 pacientes, 9 (50%) hombres y 9 (50%) mujeres, 14 (78%) diabéticos. La edad promedio fue de 61 años. El diagn (more) óstico se hizo en base a la anamnesis, examen físico y laboratorio no invasivo. En algunos casos se realizó eco doppler y angiografía. La incidencia encontrada es 1,17%, correspondiendo 61,1% a diabéticos mayores de 60 años y 16,7% a no diabéticos menores de 60 años (p Abstract in english Background: Symptomatic ischemia occurs in 1 to 8% of hemodialysis vascular accesses and may result in its loss. Aim: To report our experience in the management of patients with severe symptomatic ischemia associated to a vascular access for hemodialysis. Material and methods: All patients operated for a severe ischemia associated to a hemodialysis vascular access, between 2000 and 2005, were included in this study. Results: Of a total of 1926 vascular accesses, symptomat (more) ic ischemia was diagnosed in 18 patients (9 males) aged between 27 and 84 years. Fourteen (78%) were diabetic. Thus, the incidence of severe ischemia was 1.2%. It appeared in 1.1% of native and 1.9% of prosthetic vascular accesses. Clinical manifestations appeared in the early postoperative period in seven patients (39%). In the rest, they appeared more than 30 days after the procedure. Surgical treatment consisted in revascularization in eight patients (45%) and closure of fistula and installation of a tunneled catheter in 10 (55%). At the end of follow up, 15 patients (83%) had a complete regression of symptoms and three (17%) had sequelae. Conclusions: Symptomatic vascular access ischemia occurs in 1.2% of procedures, is much more common among diabetics and can be successfully managed in 80% of cases

GALLEGUILLOS O, IVÁN; AGUILÓ M, JORGE; PIZARRO V, HUMBERTO; VALLEJOS C, CLAUDIO; VERGARA C, JORGE; SCHÓNFFELDT, GABRIELA; TIRADO, KARINA; SCHIELE, CLAUDIA

2007-10-01

180

Isquemia mesentérica crónica, tratamiento quirúrgico: Reporte de dos casos/ Chronic mesenteric ischemia: Report of two cases  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in spanish La isquemia mesentérica crónica es una enfermedad que pone en riesgo la vida, que puede provocar la muerte por inanición o infarto mesentérico. El diagnóstico se realiza tardíamente debido a la inespecificidad de sus síntomas. El método diagnóstico no invasivo de elección es la ecografía doppler, por el cual se determina la presencia de estenosis u oclusión de las arterias viscerales comprometidas. La arteriografía se utiliza para definir la anatomía de las (more) lesiones y planificar la cirugía. El tratamiento de elección sigue siendo la revascularización. Presentamos dos pacientes tratadas en nuestro servicio con buenos resultados, las que presentaban historia de síntomas abdominales inespecíficos y baja de peso. En la primera paciente, con antecedentes de hipercolesterolemia, su estudio demostró ateromatosis calcica difusa de aorta abdominal, ilíacas comunes, tronco celíaco, renales y mesentérica superior; se le realizó bypass ilíaco-mesentérico superior. En la segunda paciente, con antecedentes de tabaquismo crónico, su estudio demostró lesiones críticas de tronco celíaco y arteria mesentérica superior e inferior, se le realizó bypass aorto-mesentérico superior y aorto-hepático común. En los controles, ambas pacientes presentan alza de peso sostenida y se mantienen asintomáticas. Abstract in english Chronic mesenteric ischemia is uncommon and often not recognized by clinicians. We report two patients with the disease. A 61 years old female with a two years history of abdominal pain, diarrhea, anorexia and weight loss. A mesenteric arteriography showed a critical stenosis of the celiac artery. The patient was operated and a retrograde bypass from the iliac to the mesenteric artery was placed. Digestive symptoms ceased and the patient gained weight. A 49 years old smok (more) er female, with a two years history of abdominal pain and weight loss, without diarrhea. A doppler ultrasonography of abdominal arteries showed a critical stenosis of the celiac artery. The angiography confirmed the stenosis and disclosed also a complete occlusion of the common hepatic artery. The patient was operated placing anterograde aortic-mesenteric and aortic- hepatic bypasses. During the follow up, the patient is in good conditions.

CERONI V, MARCO; BARRERA E, ALEJANDRO; WALLACH W, DANIEL; URIBE L, JUAN PABLO; CARREÑO O, PABLO; BANNURA C, GUILLERMO

2011-02-01

 
 
 
 
181

Estratégia para individualizar uma dose eficiente de betabloqueador em pacientes idosos com isquemia miocárdica e função ventricular esquerda preservada/ Strategy for identifying an efficient dosage of beta-blocker for elderly patients with myocardial ischemia and preserved left ventricular function  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese OBJETIVO: Avaliar estratégia de titulação para prescrever uma dose de propranolol que seria eficiente em reduzir isquemia do miocárdio em idosos. MÉTODOS: Foram estudados 14 homens idosos (73,6 ± 5,3 anos), portadores de doença coronariana estável, documentada pela cinecoronariografia, com resposta isquêmica ao teste ergométrico e função ventricular esquerda preservada. O propranolol foi titulado a fim de atingir redução de 15% na freqüência cardíaca, ao (more) final da carga de 50 W (correspondente às atividades diárias normais de idosos), em testes ergométricos semanais e feito estudo cintilográfico sincronizado das câmaras cardíacas, em repouso e durante exercício, antes e após seu uso. RESULTADOS: As reduções da freqüência cardíaca na carga de 50 W e em repouso foram semelhantes (21% vs 20%; p=0,5100). O propranolol melhorou a duração do exercício (12,2 ± 2,0 min vs 13,1 ± 1,8 min; p=0,0313) e aboliu as alterações do segmento ST induzidas pelo exercício em 8 (57%) pacientes. Em repouso, a fração de ejeção não foi modificada pelo betabloqueador. Durante o exercício máximo, o propranolol reduziu o índice de volume sistólico final e aumentou a fração de ejeção. CONCLUSÃO: A estratégia de empregar betabloqueadores para reduzir a freqüência cardíaca em 15% na carga de 50 W é segura e benéfica nos idosos com isquemia miocárdica e função ventricular preservada. A dose utilizada reduziu a isquemia miocárdica e melhorou a tolerância ao exercício, sem prejudicar o desempenho ventricular durante exercício máximo. Abstract in english OBJECTIVE: To assess the strategy of titration for prescribing an efficient dosage of propranolol to reduce myocardial ischemia in the elderly. METHODS: The study comprised 14 elderly men (73.6 ± 5.3 years) with stable coronary heart disease documented on coronary cineangiography, ischemic response to exercise testing, and preserved left ventricular function. Titration was performed to identify the dosage of propranolol that would cause a 15% reduction in heart rate at t (more) he end of a 50 W load (corresponding to normal daily activities in the elderly) in weekly exercise tests. Synchronous scintigraphic study of the cardiac chambers was performed at rest and during exercise prior to and after propranolol use. RESULTS: The reductions in heart rate with the 50 W load and at rest were similar (21% vs 20%; P=0.5100). Propranolol improved the duration of exercise (12.2 ± 2.0 min vs 13.1 ± 1.8 min; P=0.0313) and abolished the changes in the ST segment induced by exercise in 8 (57%) patients. At rest, the ejection fraction was not modified by the beta-blocker. During maximum exercise, propranolol reduced the end-systolic volume index and increased ejection fraction. CONCLUSION: The strategy of using beta-blockers to reduce heart rate by 15% with a 50 W load is safe and beneficial in the elderly patient with myocardial ischemia and preserved ventricular function. The dose of beta-blocker used reduced myocardial ischemia and improved tolerance to exercise without hampering ventricular performance during maximum exercise.

Serro-Azul, João Batista; Wajngarten, Mauricio; Nussbacher, Amit; Giorgi, Maria C.; Meneghetti, José C.; Oliveira, Marco A. de; Abe, Rubens; Dal Bó, Creusa; Pierri, Humberto; Gebara, Otávio

2004-06-01

182

Estratégia para individualizar uma dose eficiente de betabloqueador em pacientes idosos com isquemia miocárdica e função ventricular esquerda preservada Strategy for identifying an efficient dosage of beta-blocker for elderly patients with myocardial ischemia and preserved left ventricular function  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available OBJETIVO: Avaliar estratégia de titulação para prescrever uma dose de propranolol que seria eficiente em reduzir isquemia do miocárdio em idosos. MÉTODOS: Foram estudados 14 homens idosos (73,6 ± 5,3 anos), portadores de doença coronariana estável, documentada pela cinecoronariografia, com resposta isquêmica ao teste ergométrico e função ventricular esquerda preservada. O propranolol foi titulado a fim de atingir redução de 15% na freqüência cardíaca, ao final da carga de 50 W (correspondente às atividades diárias normais de idosos), em testes ergométricos semanais e feito estudo cintilográfico sincronizado das câmaras cardíacas, em repouso e durante exercício, antes e após seu uso. RESULTADOS: As reduções da freqüência cardíaca na carga de 50 W e em repouso foram semelhantes (21% vs 20%; p=0,5100). O propranolol melhorou a duração do exercício (12,2 ± 2,0 min vs 13,1 ± 1,8 min; p=0,0313) e aboliu as alterações do segmento ST induzidas pelo exercício em 8 (57%) pacientes. Em repouso, a fração de ejeção não foi modificada pelo betabloqueador. Durante o exercício máximo, o propranolol reduziu o índice de volume sistólico final e aumentou a fração de ejeção. CONCLUSÃO: A estratégia de empregar betabloqueadores para reduzir a freqüência cardíaca em 15% na carga de 50 W é segura e benéfica nos idosos com isquemia miocárdica e função ventricular preservada. A dose utilizada reduziu a isquemia miocárdica e melhorou a tolerância ao exercício, sem prejudicar o desempenho ventricular durante exercício máximo.OBJECTIVE: To assess the strategy of titration for prescribing an efficient dosage of propranolol to reduce myocardial ischemia in the elderly. METHODS: The study comprised 14 elderly men (73.6 ± 5.3 years) with stable coronary heart disease documented on coronary cineangiography, ischemic response to exercise testing, and preserved left ventricular function. Titration was performed to identify the dosage of propranolol that would cause a 15% reduction in heart rate at the end of a 50 W load (corresponding to normal daily activities in the elderly) in weekly exercise tests. Synchronous scintigraphic study of the cardiac chambers was performed at rest and during exercise prior to and after propranolol use. RESULTS: The reductions in heart rate with the 50 W load and at rest were similar (21% vs 20%; P=0.5100). Propranolol improved the duration of exercise (12.2 ± 2.0 min vs 13.1 ± 1.8 min; P=0.0313) and abolished the changes in the ST segment induced by exercise in 8 (57%) patients. At rest, the ejection fraction was not modified by the beta-blocker. During maximum exercise, propranolol reduced the end-systolic volume index and increased ejection fraction. CONCLUSION: The strategy of using beta-blockers to reduce heart rate by 15% with a 50 W load is safe and beneficial in the elderly patient with myocardial ischemia and preserved ventricular function. The dose of beta-blocker used reduced myocardial ischemia and improved tolerance to exercise without hampering ventricular performance during maximum exercise.

João Batista Serro-Azul; Mauricio Wajngarten; Amit Nussbacher; Maria C. Giorgi; José C. Meneghetti; Marco A. de Oliveira; Rubens Abe; Creusa Dal Bó; Humberto Pierri; Otávio Gebara

2004-01-01

183

Preconditioning with L-alanyl-glutamine reduces hepatic ischemia-reperfusion injury in rats Pré-condicionamento com L-alanil-glutamina reduz a lesão de isquemia-reperfusão no fígado de ratos  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available PURPOSE: To evaluate the effects of pre-conditioning with L-alanyl- glutamine (L-Ala-Gln) in rats subjected to total hepatic ischemia. METHODS: Thirty Wistar rats, average weight 300g, were randomly assigned to 3 groups (n=10): G-1 - Saline, G-2- L-Ala-Gln, G-3-control (Sham). G-1 and G-3 groups were treated with saline 2.0 ml or L-Ala-Gln (0.75mg/Kg) intraperitoneally (ip) respectively, 2 hours before laparotomy. Anesthetized rats were subjected to laparotomy and total hepatic ischemia (30 minutes) induced by by clamping of portal triad. Control group underwent peritoneal puncture, two hours before the sham operation (laparotomy only). At the end of ischemia (G1 and G2), the liver was reperfused for 60 minutes. Following reperfusion blood samples were collected for evaluation of alanine aminotransferase (ALT) and lactate dehydrogenase (LDH) levels. Liver (medium lobe) was removed for immunohistochemistry study with antibody for Caspase-3. RESULTS: It was found a significant decrease (pOBJETIVO: Avaliar os efeitos do pré-condicionamento com L-alanil-glutamina (L-Ala-Gln) em ratos submetidos à isquemia hepática total. MÉTODOS: Trinta ratos Wistar, peso médio 300g foram divididos aleatoriamente em três grupos (n = 10): G-1 - Saline, G-2: L-Ala-Gln, G-3: controle. G-1 e G-3 grupos foram tratados com 2,0 ml de solução salina ou L-Ala-Gln (0,75 mg / kg) intraperitoneal (ip), respectivamente, duas horas antes da laparotomia. Ratos anestesiados foram submetidos à laparotomia e isquemia hepática total (30 minutos) induzida por pinçamento da tríade portal. O grupo controle foi submetido à punção peritoneal, duas horas antes da operação simulada (apenas laparotomia). No final da isquemia, o fígado foi reperfundido por 60 minutos. As amostras de sangue foram colhidas ao término da reperfusão para determinação das concentrações alanina aminotransferase (ALT) e desidrogenase láctica (LDH). O lobo médio do fígado foi removido para estudo imuno-histoquímico com anticorpo para caspase-3. RESULTADOS: Houve diminuição significante (p<0.05) dos valores de ALT (270,6+40,8 vs 83,3+5,5 - p<0,05), LDH (2079,0+262,4 vs 206,6+16,2 - p<0,05) e expressão da Caspase-3 (6,72+1,35 vs 2,19+1,14 -p<0,05) nos ratos submetidos à I/R, comparando o grupo tratado com L-Ala-Gln, ao grupo salina. Além disso, o nível de ALT foi significativamente menor (P <0,05) no G-1 e G-2 do que no grupo G-3 (grupo controle). CONCLUSÃO: O pré-condicionamento com L-Ala-Gln em ratos submetidos a I/R hepática reduz significativamente as concentrações de ALT e LDH e a expressão da caspase-3, sugerindo proteção hepática.

Raimundo José Cunha Araújo Júnior; Raimundo Gerônimo da Silva Júnior; Marcelo Pinho Pessoa de Vasconcelos; Sérgio Botelho Guimarães; Paulo Roberto Leitão de Vasconcelos; José Huygens Parente Garcia

2011-01-01

184

Renal involvement in prolonged salmonella bacteremia: the role of schistosomal glomerulopathy/ Envolvimento renal na salmonelose septicêmica prolongada: papel da glomerulopatia esquistossomótica  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese Envolvimento renal tern sido documentado em pacientes com o diagnóstico de salmonelose septicêmica prolongada (SSP). Entretanto, ainda é controversa a existência de uma glomerulopatia especificamente relacionada a SSP ou se a infecção bacteriana prolongada agrava a glomerulopatia esquistossomótica pré-existente. Com o objetivo de analisar as manifestações clínicas e histológicas do envolvimento renal, 8 pacientes com o diagnostico de SSP foram estudados e comp (more) arados com 8 pacientes portadores de glomerulopatia esquistossomótica, pareados por sexo e doença glomerular. A idade media dos pacientes com SSP foi de 17,7 anos; a manifestação clinica do envolvimento renal foi de hematúria, em todos, estando associada a proteinúria não nefrótica em 4 deles. Entre os pacientes com glomerulopatia esquistossomótica, a idade media foi de 23,0 anos e síndrome nefrótica foi a manifestação clínica da nefropatia em 7 dos 8 pacientes. Relacionada a cura de infecção pela salmonela, houve remissão completa com o diagnóstico de glomerulopatia esquistossomótica tiveram um curso caracterizado por síndrome nefrótica persistente, corticosteróide-resistente. Exceto pela hipercelularidade glomerular e o infiltrado intersticial por células mononucleares, mais pronunciada entre os pacientes com SSP, nao foram observadas diferenças na histologia renal entre os dois grupos de pacientes. Os dados fortemente sugerem que a SSP exacerba a glomerulopatia esquistossomótica, clinicamente não manifesta, pela adição de lesões ativas, relacionadas a septicemia prolongada Abstract in english Renal involvement has been well documented in patients with hepatosplenic schistosomiasis and in patients with prolonged salmonella bacteremia (PSB). Whether there is a specific renal lesion related to PSB or the chronic bacterial infection aggravates a pre-existing schistosomal glomerulopathy has been a matter of controversy. To analyze the clinical manifestations and histopathological findings of the renal involvement, 8 patients with hepatosplenic schistosomiasis and P (more) SB (group I) were compared with 8 patients with schistosomal glomerulopathy (group II) matched by sex and glomerular disease. The mean age in group I was 17.7 years. All patients presented with hematuria, in 4 cases associated with non-nephrotic proteinuria. In group II the mean age was 23 years; nephrotic syndrome was the clinical presentation in 7 of the 8 patients in the group. All patients in group I experienced remission of the clinical and laboratory abnormalities as the salmonella infection was cured; in group II the patients had persistent, steroid-resistant, nephrotic syndrome. On histological examination, no difference was noted between the two groups, except for pronounced glomerular hypercellularity and interstitial mononuclear cell infiltration in group I. These observations strongly suggest that PSB exacerbates a pre-existing sub-clinical schistosomal glomerulopathy by the addition of active lesions directly related to the prolonged bacteremia

Martinelli, Reinaldo; Pereira, Luis Jose Cardoso; Brito, Edilson; Rocha, Heonir

1992-06-01

185

Renal involvement in prolonged salmonella bacteremia: the role of schistosomal glomerulopathy Envolvimento renal na salmonelose septicêmica prolongada: papel da glomerulopatia esquistossomótica  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Renal involvement has been well documented in patients with hepatosplenic schistosomiasis and in patients with prolonged salmonella bacteremia (PSB). Whether there is a specific renal lesion related to PSB or the chronic bacterial infection aggravates a pre-existing schistosomal glomerulopathy has been a matter of controversy. To analyze the clinical manifestations and histopathological findings of the renal involvement, 8 patients with hepatosplenic schistosomiasis and PSB (group I) were compared with 8 patients with schistosomal glomerulopathy (group II) matched by sex and glomerular disease. The mean age in group I was 17.7 years. All patients presented with hematuria, in 4 cases associated with non-nephrotic proteinuria. In group II the mean age was 23 years; nephrotic syndrome was the clinical presentation in 7 of the 8 patients in the group. All patients in group I experienced remission of the clinical and laboratory abnormalities as the salmonella infection was cured; in group II the patients had persistent, steroid-resistant, nephrotic syndrome. On histological examination, no difference was noted between the two groups, except for pronounced glomerular hypercellularity and interstitial mononuclear cell infiltration in group I. These observations strongly suggest that PSB exacerbates a pre-existing sub-clinical schistosomal glomerulopathy by the addition of active lesions directly related to the prolonged bacteremiaEnvolvimento renal tern sido documentado em pacientes com o diagnóstico de salmonelose septicêmica prolongada (SSP). Entretanto, ainda é controversa a existência de uma glomerulopatia especificamente relacionada a SSP ou se a infecção bacteriana prolongada agrava a glomerulopatia esquistossomótica pré-existente. Com o objetivo de analisar as manifestações clínicas e histológicas do envolvimento renal, 8 pacientes com o diagnostico de SSP foram estudados e comparados com 8 pacientes portadores de glomerulopatia esquistossomótica, pareados por sexo e doença glomerular. A idade media dos pacientes com SSP foi de 17,7 anos; a manifestação clinica do envolvimento renal foi de hematúria, em todos, estando associada a proteinúria não nefrótica em 4 deles. Entre os pacientes com glomerulopatia esquistossomótica, a idade media foi de 23,0 anos e síndrome nefrótica foi a manifestação clínica da nefropatia em 7 dos 8 pacientes. Relacionada a cura de infecção pela salmonela, houve remissão completa com o diagnóstico de glomerulopatia esquistossomótica tiveram um curso caracterizado por síndrome nefrótica persistente, corticosteróide-resistente. Exceto pela hipercelularidade glomerular e o infiltrado intersticial por células mononucleares, mais pronunciada entre os pacientes com SSP, nao foram observadas diferenças na histologia renal entre os dois grupos de pacientes. Os dados fortemente sugerem que a SSP exacerba a glomerulopatia esquistossomótica, clinicamente não manifesta, pela adição de lesões ativas, relacionadas a septicemia prolongada

Reinaldo Martinelli; Luis Jose Cardoso Pereira; Edilson Brito; Heonir Rocha

1992-01-01

186

Cardioplegia sangüínea normotérmica intermitente anterógrada: estudo experimental em coelhos  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Objetivos: Investigar a proteção miocárdica proporcionada pela infusão anterógrada intermitente, durante 60 minutos, de solução cardioplégica sangüínea a 37°C, em corações normais isolados de coelhos. Material e Métodos: Foram estudados 32 coelhos da raça Nova Zelândia, divididos em grupos, Experimental e Controle. O estudo foi realizado em 2 fases: Fase I: Estudo metabólico após isquemia sem reperfusão, Fase II: Estudo metabólico e funcional após reperfusão. A reperfusão foi realizada utilizando-se um sistema de perfusão parabiótica. Determinou-se o glicogênio miocárdico e a respiração mitocondrial no miocárdio ventricular, imediatamente ao final do período de infusão intermitente da solução cardioplégica (Fase I) e após reperfusão sangüínea (Fase II), durante a qual analisou-se, também, a função ventricular esquerda (dP/dtmax). Resultados: Detectou-se queda significativa nos níveis de glicogênio miocárdico de 58% em relação ao controle, ao final do período de infusão (Fase I). Na fase com reperfusão (Fase II), as diferenças no glicogênio miocárdico entre o grupo experimental e seu controle não foram significativas. A análise da respiração mitocondrial não mostrou diferenças significativas entre os grupos experimentais e seus controles, quer seja nas fases com ou sem reperfusão. Os valores da dP/dtmax, na Fase II foram de 903,39 ± 113,46 mmHg/s e 1.043 ± 256,94 mmHg/s, para o grupo experimental e controle, respectivamente. A diferença entre os valores não foi significativa. Conclusões: A infusão anterógrada intermitente a cada 20 minutos, durante 60 minutos, de solução cardioplégica sangüínea a 37°C, mostrou-se um método eficaz de proteção miocárdica em corações normais de coelhos.

RODRIGUES Alfredo José; SADER Albert Amin; VICENTE Walter V. A.; BASSETTO Solange

1997-01-01

187

Alterações enzimáticas decorrentes de isquemia muscular esquelética em ratos Enzymatic alterations due to skeletal muscle ischemia in rats  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Os autores estudaram as alterações enzimáticas [transaminase oxalo-acética (TGO), creatinofosfoquinase (CPK) e desidrogenase lática (LDH)] decorrentes de isquemia muscular esquelética em ratos submetidos à isquemia de membro inferior por 0, 2, 4 e 6 horas. Vinte e oito ratos Wistar foram divididos em 4 grupos: Grupo I (controle); e Grupos II, III, e IV (isquemia por 2, 4 e 6 horas, respectivamente). Após o período de isquemia, foi coletado sangue do plexo retrocular para análise laboratorial. Os valores obtidos (média±desvio padrão) para TGO nos Grupos I, II, III e IV foram, respectivamente: 20,14±6,76; 59,71±28,91; 88,28±11,17 e 123±52,65 U/l. Para CPK, os valores foram: 67,85±62,76; 203±108,71; 237,71±95,06 e 291,71±173,19 U/l. Para LDH, obteve-se: 334,14±117,13; 414,42±222,47; 526±234,75 e 427,57±273,58 U/l. Para análise estatística, utilizou-se o método de ANOVA, seguido do teste t de Bonferroni (pThe authors studied the enzymatic alterations (CPK, TGO, e LDH) due to skeletal muscle damage in rats submitted to inferior limb ischemia for 0, 2, 4 and 6 hours. Twenty eight rats were divided into four groups: Group I (control), and Groups II, III and IV (ischemia for 2, 4 and 6 hours, respectively). A blood sample was drawn of the retrocular venous plexus after the ischemia period in all animals. The values obtained (mean±standard deviation) for TGO in Groups I, II, III and IV were, respectively: 20,14±6,76; 59,71±28,91; 88,28±11,17 e 123±52,65 U/l. The values for CPK were: 67,85±62,76; 203±108,71; 237,71±95,06 e 291,71±173,19 U/l. For LDH, we obtained: 414,42±222,47; 526±234,75 e 427,57±273,58 U/l. For the statistical analysis, we used the ANOVA method followed by the Bonferroni’s t test (p<0,05). TGO levels obtained were statistically elevated in the Groups III and IV when compared to the control group. For CPK, there were significant difference between the groups IV and I. LDH levels there were not statisticantly different between the groups. The authors conclude which, after 2, 4 and 6 hours of ischemia, the LDH dosage was not an useful parameter in the prediction of muscle damage. TGO and CPK measures were altered significantly after 4 and 6 hours, respectively being useful in the evaluation of muscle ischemia in rats.

Jorge Fonseca Ely; Pedro Bins Ely; Ronaldo Scholze Webster; Michel Pavelecini; Márcio Lucas

2000-01-01

188

Análisis de los estudios de perfusión posangioplastia. El tiempo entre angioplastia y perfusión. Reestenosis e isquemia  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available IntroducciónLos consensos internacionales coinciden en señalar que el mejor momento para analizarpacientes posangioplastia con estudios de perfusión es alrededor del sexto mes. Sin embargo,por diversos motivos, los cardiólogos los indican más anticipadamente.ObjetivosDeterminar los defectos de perfusión reversibles (DPR), el tiempo transcurrido entre laangioplastia (ATC) y la perfusión, los resultados “falsos positivos”, el monto isquémico enpacientes sin lesiones y con ellas en otros vasos no tratados con ATC y el motivo del pedidodel SPECT.Material y métodosLa población del estudio asignada a dos grupos estuvo conformada por un total de 64 pacientesconsecutivos con primer SPECT en el año subsiguiente a una ATC. Grupo 1: 44/64pacientes (68,8%) sin lesiones en otros vasos distintos del de la ATC y grupo 2: 20/64 pacientes(31,2%) con lesiones en otros vasos distintos del de la ATC. La edad promedio fue de 57,3± 10 años. Se investigaron los defectos de perfusión sobre la base del análisis visualsemicuantitativo con un modelo de 17 segmentos ya validado.ResultadosDel total de 64 pacientes, se detectaron DPR en 12 (18,7%): 9/44 (20,4%) del grupo 1 y 3/20(15%) del grupo 2.Hubo 3/12 (25%) falsos positivos que correspondieron al primer mes posangioplastia, doscon balón y uno con stent. Dos se confirmaron con estudio SPECT tardío y uno concinecoronariografía, todos del grupo 1.El tiempo entre ATC y SPECT fue: en el primer trimestre en 33 pacientes, en el segundotrimestre en 22 pacientes y en el tercer trimestre o después en 9 pacientes.El triple puntaje (score) no reveló diferencias significativas entre ambos grupos.PSE: 5,3 ± 3,07 en el grupo 1 y 7 ± 4,5 en el grupo 2; p > 0,99.PSR: 1,66 ± 1,73 en el grupo 1 y 0,6 ± 1,15 en el grupo 2; p > 0,99.PSD: 4,3 ± 1,7 en el grupo 1 y 6,3 ± 3,5 en el grupo 2; p > 0,99.Los motivos fueron: control en 49/64 (76,5%) y síntomas en 15/64 (23,4%).El angor se correlacionó con DPR en 1/9 pacientes (11,1%).ConclusionesEn el 51,5% de los pacientes, el SPECT se efectuó en los primeros 3 meses posangioplastia.No hubo diferencias en monto isquémico entre individuos sin lesiones y con ellas en otrosvasos.En el 25% de los pacientes con DPR, los resultados fueron falsos positivos y los estudios seefectuaron durante el primer mes posangioplastia.En el 76,5% de los estudios SPECT, el motivo fue el control y hubo baja correlación entrepresencia de síntomas y estudios con isquemia.REV ARGENT CARDIOL 2009;77:196-202.

Julio M. Lewkowicz; Alejandro Deviggiano; Edgardo Repezza; Patricia M. Carrascosa; Carlos Capuñay; Javier Vallejos; Héctor Deschle

2009-01-01

189

Manejo da hipertensão arterial na isquemia cerebral aguda Management of arterial hypertension in patients with acute ischemic stroke  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o nível de conhecimento dos médicos, através de sua conduta, em paciente com quadro de hipertensão arterial na fase aguda da isquemia cerebral. Também comentamos as principais condutas nesta fase, com ênfase na tensão arterial (TA). MÉTODO: Foram entrevistados 120 médicos da clínica médica e da cirurgia geral, em dez dos maiores Hospitais de Belo Horizonte, em 1997. Todos responderam a um questionário contendo um caso clínico de paciente hipertenso leve, admitido com quadro de isquemia cerebral e tensão arterial de 186x110 mmHg. Os profissionais deveriam optar por reduzir, aumentar ou manter a TA. RESULTADOS: Dos entrevistados, 38 (31,7%) responderam que reduziriam os níveis tensionais, 82 (68,3%) optaram pela manutenção e nenhum aumentaria (pPURPOSE: We aimed with study to assess the current clinical practice about the management of high blood pressure in patients in the acute phase of ischemic stroke. We also comment some topics of ischemic stroke treatment. METHODS: A case report of a patient admitted 8 hours after onset of ischemic stroke and with blood pressure of 186x110 mmHg was presented to 120 surgeons and clinician. They were asked to decide the best therapeutic option: to increase, decrease or maintenance blood pressure. RESULTS: Thirty-eight physicians (31,7%) considered decreasing blood pressure the best therapeutics, 82 (68,3%) considered maintenance and none decided to increase it (p < 0.05). There was no difference between the two specialties conduct. The physicians, with more than 10 years of graduation, had a tendency to decrease the blood pressure (p <0.05). CONCLUSION: The maintenance of blood pressure may present a sufficient blood support to compensate brain flow. A high percentage of the physicians (31,7%) do not know about the current concepts of therapeutics considering hypertension in acute ischemic stroke. The development on special units to treat these patients ("stroke units") may eventually decrease the morbimortality rates of ischemic stroke.

WALTER JOSÉ FAGUNDES-PEREYRA; LÍLIAN DE ARAÚJO RAMOS; OLÍVIO BRITO MALHEIRO; RAPHAEL DE ALVARENGA FREIRE; RAPHAEL DINIZ E SILVA; RENATO MOTA DE ALMEIDA; RICARDO MOTA DE ALMEIDA

1999-01-01

190

Lovastatin protects mithochondrial and renal function in kidney ischemia-reperfusion in rats/ Lovastatina protege a função renal e mitocondrial na isquemia/reperfusão renal em ratos  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese OBJETIVO: Investigar a ação da lovastatina na isquemia renal seguida de reperfusão. MÉTODOS: Trinta e um ratos Wistar submetidos à isquemia renal esquerda durante 60 minutos, seguida da nefrectomia contralateral, foram distribuídos em dois grupos: A (n=17, controle, sem tratamento) e B (n=14, recebendo 15 mg/Kg/dia de lovastatina via oral), durante os dez dias que antecederam a isquemia. Os animais foram mortos ao final da isquemia, e com 24 horas e sete dias após (more) a reperfusão. Foram avaliadas a sobrevida, os valores séricos de uréia e creatinina e a função mitocondrial renal. RESULTADOS: A mortalidade foi 29,4% no grupo A e 0,7% no grupo B. Os níveis de uréia e creatinina elevaram-se nos dois grupos, mas foram significativamente menores no grupo B. No grupo A a função mitocondrial renal ficou desacoplada em 83,4% dos ensaios, enquanto que no grupo B isto ocorreu em apenas 38,4% dos ensaios. CONCLUSÕES: Os resultados mostram que a administração de lovastatina antes do episódio de isquemia protege a função renal. No grupo B, como a maior parte da fração mitocondrial isolada apresentou função acoplada à produção de ATP, deve-se também considerar a estabilização da membrana mitocondrial como parte da ação protetora da lovastatina na função renal durante isquemia e reperfusão. Abstract in english PURPOSE: To investigate the effect of lovastatin on renal ischemia followed by reperfusion. METHODS: Thirty one Wistar rats submitted to left renal ischemia for 60 minutes followed by contralateral nephrectomy were divided into two groups: A (n =17, control, no treatment), and B (n=14, lovastatin 15 mg/kg/day p.o. ten days before ischemia). The animals were sacrificed at the end of ischemia, after 24 hours and at seven days after reperfusion. Survival, serum urea and crea (more) tinine levels and renal mitochondrial function were evaluated. RESULTS: Mortality was 29.4% in group A and 0.7% in group B. Urea and creatinine levels were increased in both groups, but the values were significantly lower in group B. Mitochondrial function showed decoupling in 83.4% of group A, as opposed to 38.4/% of group B. CONCLUSIONS: The result shows a protective action of renal function by lovastatin administered before ischemia/reperfusion. Since most of the mitochondrial fraction presented membranes with the ability to maintain ATP production in group B, stabilization of the mitochondrial membrane should be considered as part of the protective action of lovastatin on renal function in ischemia/reperfusion.

Tucci Junior, Silvio; Molina, Carlos Augusto Fernandes; Cassini, Marcelo Ferreira; Leal, Daniel Mendes; Schineider, Cássio Antonio Botene; Martins, Antonio Carlos Pereira

2012-07-01

191

Estudo comparativo das reações teciduais à implantação de silicone e politetrafluoroetileno no dorso de ratos  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available A importância das biopróteses na medicina abrange diversas áreas cirúrgicas. Com o objetivo de comparar a reação tecidual do implante de silicone, um dos mais utilizados, com o implante de politetrafluoroetileno expandido (PTFE-E), de uso mais recente, nos propusemos a realizar este estudo. Foram utilizados trinta ratos (Rattus norvegicus albinus) machos, distribuídos em três grupos iguais, com implantes de fragmentos discóides dos materiais citados, no dorso de cada rato. Os grupos diferiram entre si quanto ao período de eutanásia: três, sete e trinta dias. Com base no modelo experimental e utilizando metodologia morfométrica, do ponto de vista histológico não houve reação inflamatória aguda importante que se pudesse correlacionar aos materiais de implantes. A proliferação vascular e a presença de fibrose foram prolongadas em relação à cicatrização normal. A irregularidade do PTFE-E, provavelmente relaciona-se à maior quantidade de vasos e de fibrose tardia constatada neste material, quando comparado ao implante de silicone.

Kafejian Andréa Paula; Haddad Filho Douglas; Guidugli Neto João; Goldenberg Saul

1997-01-01

192

Antipsicóticos de ação prolongada no tratamento de manutenção da esquizofrenia: Parte I. Fundamentos do seu desenvolvimento, benefícios e nível de aceitação em diferentes países e culturas Antisicóticos de acción prolongada en el tratamiento de matenimiento de la esquizofrenia: Parte I. Fundamentos de su desarrollo, beneficios y nivel de aceptación en diferentes países e culturas Long-acting antipsychotics in the maintenance treatment of schizophrenia: Part I. Foundations of its development, benefits and acceptance level in different countries and cultures  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Neste trabalho são revistos os fundamentos do desenvolvimento dos antipsicóticos de ação prolongada, a aderência ao tratamento, fatores que dificultam o seguimento da prescrição e suas conseqüências, benefícios e aceitação dos antipsicóticos de ação prolongada. A partir dos dados desta primeira parte do trabalho, os seguintes pontos devem ser destacados: a taxa de não aderência ao tratamento na esquizofrenia é em torno de 60%; por se tratar de uma doença crônica com elevado risco de recaída, a manutenção do medicamento auxilia no seu controle. Os antipsicóticos de ação prolongada foram desenvolvidos exatamente com este objetivo: garantir a administração do medicamento e a sua regularidade, condições essenciais na prevenção da recaída. Apesar dos benefícios inestimáveis do antipsicóticos de ação prolongada, diversos fatores contribuíram para que tivessem uma utilização aquém do seu potencial.En este trabajo revisamos los fundamentos del desarrollo de los antisicóticos de acción prolongada, la adherencia al tratamiento, factores que dificultan el seguimiento de la prescripción y sus consecuencias, así como sus beneficios y aceptación. A partir de los datos de esta primera parte del trabajo, el siguiente punto necesita ser destacado: la tasa de no-adherencia al tratamiento en esquizofrenia está alrededor de 60%. Por tratarse de una enfermedad crónica, con riesgo elevado de recaída, el mantenimiento del medicamento ayuda en su control. Los antisicóticos de acción prolongada fueron desarrollados exactamente con este objetivo: garantizar la administración del medicamento y su regularidad, condiciones esenciales para prevenir la recaída. A pesar de los beneficios inestimables de los antisicóticos de acción prolongada, diversos factores han contribuido para que en su utilización no se aproveche todo su potencial.In this study, the foundations of long-acting antipsychotics development, the adherence to treatment, the factors that make difficult the following of the prescription and their consequences, the benefits and acceptance of long-acting antipsychotics are revised. Based on the data obtained from the first part of this study, the following issues must be highlighted: the non-adherence treatment level in schizophrenia is about 60%. Considering schizophrenia a chronic disease with high relapse risk, the maintenance treatment helps its control. The long-acting antipsychotics were developed exactly for the purpose of guaranteeing the administration of the medication and its regularity, which are essential requirements in preventing a relapse. In spite of the immensurable benefits of the long-acting antipsychotics, several factors have contributed to their usage below their potential.

Luiz Paulo de C. Bechelli

2003-01-01

193

Repercussões da L-alanil-glutamina sobre as concentrações de lactato e lactato desidrogenase (LDH) em pacientes com isquemia crítica dos membros inferiores submetidos a revascularização distal/ Repercussions of l-alanyl-glutamine upon the concentrations of lactate and lactate dehydrogenase (LDH) in patients with critical ischemia of lower limbs subjected to distal revascularization  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese OBJETIVO: Investigar efeitos da L-alanil-glutamina nas concentrações musculares de lactato, e nas concentrações sanguíneas de LDH, em pacientes com isquemia crítica dos membros inferiores submetidos à revascularização distal. MÉTODOS: Dezesseis adultos (12-homens/4-mulheres) foram distribuídos em 2 grupos (1-controle/2-estudo). Três horas após injeção endovenosa de 250 ml de L-alanil-glutamina a 20% adicionados a 750 ml de soro fisiológico (Grupo 2), ou 10 (more) 00 ml de solução salina (Grupo 1), iniciava-se a revascularização, sob raquianestesia. Amostras musculares e de sangue (arterial/venoso) foram coletadas no início do procedimento (TI), no final (TF), e 10 e 20 minutos após isquemia (T1/T2). RESULTADOS: Observou-se redução significante (p Abstract in english PURPOSE: Investigate the repercussions of L-alanyl-glutamine in muscular tissue concentrations of lactate, and venous and arterial blood concentrations of LDH, in patients with critical ischemia of the lower limbs submitted to distal revascularization. METHODS: Sixteen adults (12 male/4 female) were distributed in 2 groups (1-Control/2-Experiment). Three hours after the intravenous injection of 250 ml of a 20% solution of L-alanyl-glutamine added to 750 ml of saline solut (more) ion (Group 2); or 1000 ml of saline solution (Group 1), distal bypass was carried out under spinal anesthesia. Muscle and blood samples (arterial/venous) were collected at the beginning of the surgical procedure (TI), at the end (TF), and 10 and 20 minutes after re-establishment of blood flow. RESULTS: Significant reduction (p

Alves, Wellington Forte; Guimarães, Sérgio Botelho; Vasconcelos, Paulo Roberto Cavalcante de; Vasconcelos, Paulo Roberto Leitão de

2003-06-01

194

Análise eletromiográfica e força do grupo muscular extensor do punho durante isquemia induzida Electromyographic analysis and strength of the wrist extensor muscle group during induced ischemia  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available OBJETIVO: Avaliar o efeito da isquemia induzida sobre os parâmetros do sinal eletromiográfico e a força do grupo muscular extensor do punho (GMEP) em mulheres saudáveis. MÉTODOS: Participaram 13 voluntárias, destras, sedentárias, com idade de 23,38±2,32 anos e índice de massa corporal (IMC) de 20,68±1,87kg/m². Para determinar a força do GMEP, foram realizadas 3 contrações isométricas voluntárias máximas (CIVM), utilizando-se uma célula de carga por 15 segundos, com intervalos de 2 minutos entre cada contração, sendo todo procedimento repetido por 3 dias não consecutivos. A isquemia foi realizada por 5 minutos, utilizando um esfigmomanômetro posicionado no braço dominante e inflado até a ausência do fluxo sanguíneo, confirmada pelo ultrassom Doppler. Para coleta do sinal eletromiográfico do GMEP, utilizou-se o equipamento EMG1000 (Lynx®) com eletrodo de superfície diferencial (Lynx®). Foram coletadas 3 CIVM por 15 segundos, com intervalo de 30 segundos entre elas, nas situações de pré-isquemia; isquemia; pós-isquemia imediata (pós-1) e pós-isquemia tardia (pós-2 - após 10 minutos do início da isquemia). Para análise dos parâmetros do sinal eletromiográfico, root mean square (RMS), e frequência mediana do espectro de potência do sinal foi utilizado o software MATLAB 6.5.1. Para análise estatística, foram utilizados os testes de Friedman e ANOVA two-way. RESULTADOS: A isquemia promoveu redução significativa (pOBJECTIVE: To analyze the effect of induced ischemia on the parameters of electromyographic signals and the strength of the wrist extensor muscle group (WEMG) in healthy women. METHODS: Thirteen right-handed sedentary subjects aged 23.38±2.32 years old, with body mass index (BMI) of 20.68±1.87kg/m², took part. To determine WEMG strength, three maximal voluntary isometric contractions (MVIC) were performed using a load cell for 15 seconds, with 2 minutes intervals between contractions. The entire procedure was repeated on three nonconsecutive days. Ischemia was induced for 5 minutes using a sphygmomanometer placed on the dominant arm and inflated until blood flow was absent, as confirmed by Doppler ultrasound. The EMG1000 module (Lynx®) was used with differential surface electrodes (Lynx®) to record the electromyographic signal of the WEMG. Three MVIC were recorded for 15 seconds, with 30 seconds intervals between them, under the following conditions: pre-ischemia, ischemia, immediate post-ischemia (post-1) and later post-ischemia (post-2: 10 minutes after the onset of ischemia). The MATLAB 6.5.1 software was used to analyze the parameters for the electromyographic signal, the root mean square (RMS) and the median frequency of the signal power spectrum. For statistical analysis, two-way ANOVA and the Friedman test were used. RESULTS: Ischemia caused a significant reduction (p<0.05) in WEMG strength. However, there were no significant changes in the RMS electromyographic parameters (p=0.05) or the median frequency of the signal power spectrum (p=0.09). CONCLUSION: Induced ischemia caused WEMG fatigue in relation to muscle strength production. However, it did not cause electromyographic fatigue in the evaluated muscle group.

CCA Bandeira; KCS Berni; D Rodrigues-Bigaton

2009-01-01

195

Análise eletromiográfica e força do grupo muscular extensor do punho durante isquemia induzida/ Electromyographic analysis and strength of the wrist extensor muscle group during induced ischemia  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese OBJETIVO: Avaliar o efeito da isquemia induzida sobre os parâmetros do sinal eletromiográfico e a força do grupo muscular extensor do punho (GMEP) em mulheres saudáveis. MÉTODOS: Participaram 13 voluntárias, destras, sedentárias, com idade de 23,38±2,32 anos e índice de massa corporal (IMC) de 20,68±1,87kg/m². Para determinar a força do GMEP, foram realizadas 3 contrações isométricas voluntárias máximas (CIVM), utilizando-se uma célula de carga por 15 se (more) gundos, com intervalos de 2 minutos entre cada contração, sendo todo procedimento repetido por 3 dias não consecutivos. A isquemia foi realizada por 5 minutos, utilizando um esfigmomanômetro posicionado no braço dominante e inflado até a ausência do fluxo sanguíneo, confirmada pelo ultrassom Doppler. Para coleta do sinal eletromiográfico do GMEP, utilizou-se o equipamento EMG1000 (Lynx®) com eletrodo de superfície diferencial (Lynx®). Foram coletadas 3 CIVM por 15 segundos, com intervalo de 30 segundos entre elas, nas situações de pré-isquemia; isquemia; pós-isquemia imediata (pós-1) e pós-isquemia tardia (pós-2 - após 10 minutos do início da isquemia). Para análise dos parâmetros do sinal eletromiográfico, root mean square (RMS), e frequência mediana do espectro de potência do sinal foi utilizado o software MATLAB 6.5.1. Para análise estatística, foram utilizados os testes de Friedman e ANOVA two-way. RESULTADOS: A isquemia promoveu redução significativa (p Abstract in english OBJECTIVE: To analyze the effect of induced ischemia on the parameters of electromyographic signals and the strength of the wrist extensor muscle group (WEMG) in healthy women. METHODS: Thirteen right-handed sedentary subjects aged 23.38±2.32 years old, with body mass index (BMI) of 20.68±1.87kg/m², took part. To determine WEMG strength, three maximal voluntary isometric contractions (MVIC) were performed using a load cell for 15 seconds, with 2 minutes intervals betwe (more) en contractions. The entire procedure was repeated on three nonconsecutive days. Ischemia was induced for 5 minutes using a sphygmomanometer placed on the dominant arm and inflated until blood flow was absent, as confirmed by Doppler ultrasound. The EMG1000 module (Lynx®) was used with differential surface electrodes (Lynx®) to record the electromyographic signal of the WEMG. Three MVIC were recorded for 15 seconds, with 30 seconds intervals between them, under the following conditions: pre-ischemia, ischemia, immediate post-ischemia (post-1) and later post-ischemia (post-2: 10 minutes after the onset of ischemia). The MATLAB 6.5.1 software was used to analyze the parameters for the electromyographic signal, the root mean square (RMS) and the median frequency of the signal power spectrum. For statistical analysis, two-way ANOVA and the Friedman test were used. RESULTS: Ischemia caused a significant reduction (p

Bandeira, CCA; Berni, KCS; Rodrigues-Bigaton, D

2009-02-01

196

Neuroprotective effect of mild hypothermia in the temporary brain ischemia in cats Efeito neuroprotetor da hipotermia leve na isquemia cerebral focal temporária em gatos  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available OBJECTIVE: To evaluate the neuroprotective effect of mild hypothermia during temporary focal ischemia in cats. METHOD: 20 cats underwent middle cerebral artery 60 minutes occlusion and 24 hours reperfusion: 10 under normothermia and 10 under mild hypothermia (32º C). Brain coronal sections 2mm thick were stained with 2,3,5-triphenyltetrazolium hydrochloride, photographed and evaluated with software for volume calculation. RESULTS:Cortical ischemia was found in 7 and basal ganglia ischemia in 8 animals of group 1 and in both regions in 5 animals of group 2 (no difference: p=0.6499 for cortical; p=0.3498 for basal ganglia). No ischemia was found in 5 animals of group 2 and in none of group 1 (significant difference, p=0.0325). The infarct volume was greater in group 1 than 2 (p=0.0433). CONCLUSION: Mild hypothermia did not interfere with location of ischemia, but it was effective for reducing the infarct volume.OBJETIVO: Avaliar o efeito neuroprotetor da hipotermia leve na isquemia cerebral focal temporária em gatos. MÉTODO: Oclusão da artéria cerebral média durante 60 minutos e 24 horas de reperfusão em 10 gatos sob normotermia e 10 sob hipotermia leve (32º C). Secções cerebrais coronais de 2 mm coradas com 2,3,5-cloreto de trifeniltetrazolio, fotografadas e cálculos volumétricos (hemisférios/áreas isquêmicas) com programa específico. RESULTADOS: Isquemia cortical em 7 e nos gânglios da base em 8 animais do grupo 1 e em ambas as regiões em 5 animais do grupo 2 (sem diferença: p=0,6499 cortical; p=0,3498 gânglios da base). Cinco animais do grupo 2 e nenhum do grupo 1 não apresentaram isquemia (diferença significante, p=0,0325). O volume do infarto foi maior no grupo 1 (p=0,0433). CONCLUSÃO: Hipotermia leve não interferiu com a localização da isquemia mas foi eficaz para reduzir o volume do infarto.

Hiroshi Nakano; Benedicto Oscar Colli; Luiza da Silva Lopes

2007-01-01

197

Ação do ácido trissódio-cálcio-dietileno-triaminopentaacético (CaNa3DTPA) nas lesões de isquemia-reperfusão em membro posterior de rato  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available OBJETIVO: Ação do ácido trissódio-cálcio-dietileno-triaminopentaacético (CaNa3DTPA), quelante de ferro com ação ainda anti-viral, antiinflamatória e imunológica, na atenuação de lesões de reperfusão em músculos esqueléticos de ratos. MÉTODOS: 52 ratos Wistar, pesando 188±22g, foram anestesiados e submetidos a semi-amputação de membro posterior direito (MPD), poupando-se o fêmur, artéria e veia femorais. Foram então randomizados e distribuídos: G1-CTAN - controle anestesia, sem cirurgia e sem isquemia; G2-CTCIR - controle cirurgia, sem isquemia; G3-IRCT e G3-IRDTPA - com isquemia (4 hora) e reperfusão ( 2 horas). O G3-IRCT foi tratado, ao final da isquemia, com cloreto de sódio 0,9% e G3-IRDTPA com (CaNa3DTPA).Parâmetros: Circunferência do pé direito e peso do rato, dosagem sérica de CPK, dosagem de malonaldeído e microscopia óptica de músculos soleus bilateral. RESULTADOS: Aumento da circunferência nos G3-IRCT e G3-IRDTPA (significante no G3-IRCT quando comparado ao G1-CTAN); CPK elevado nos G3-IRCT e G3-IRDTPA comparados aos controles; MDA mais alto no membro contralateral do G3-IRDTPA, comparado ao MPD do G3-IRDTPA e ao G1-CTAN; maior edema intersticial em G3-IRCT, maior infiltrado inflamatório em G3-IRDTPA e recuperação dos níveis de glicogênio semelhantes em G3-IRCT e G3-IRDTPA. CONCLUSÃO: Apesar do menor edema no G3-IRDTPA comparado ao G3-IRCT, o CaNa3DTPA não alterou CPK sérico, MDA muscular e morfologia muscular dos animais.

Francischetti Ieda; Maffei Francisco Humberto de Abreu; Bitu-Moreno Jose; Fuhrmann Neto Mário; Coelho Maria Paula Villela; Kai Fábio Hsu Tsu; Sequeira Julio Lopes; Yoshida Winston Bonetti

2002-01-01

198

Utilização da glutamina no tratamento de lesões de isquemia e reperfusão no jejuno em eqüinos Use of glutamine to treatment of ischemia and reperfusion lesions in equine jejune  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Sob anestesia geral e com controle da pressão arterial, 12 eqüinos foram submetidos simultaneamente a modelos de isquemia venosa e distensão intraluminal em segmentos do jejuno por 2 h, seguidos de 12 h de reperfusão. Seis eqüinos foram tratados com glutamina a 2% (50mg/kg) por via intravenosa e seis com solução fisiológica em igual volume, 1 h após o início da isquemia e às 6h de reperfusão. Foram colhidas amostras de tecido intestinal antes e com 2 h de isquemia e com 2 e 12 h de reperfusão para avaliações histopatológica e ultraestrutural, mensuração da área e número das vilosidades por mm² e atividade de mieloperoxidade (MPO). Não foram encontradas diferenças entre os grupos controle e tratado. Concluiu-se que a glutamina, nas condições deste trabalho, não atenua lesões de isquemia e reperfusão intestinal em eqüinos.Under general anesthesia and arterial pressure control, twelve horses were submitted simultaneously to intraluminal distension and venous ischemia of jejune for 2 hours, followed by 12 hours of reperfusion. Six horses were treated with intravenous 2% glutamine (50mg/kg), and six others were treated with the same volume of saline solution 1h after the beginning of ischemia and 6 hours after reperfusion. Intestinal samples were collected before and after 2 hours of ischemia and after 2 and 12 hours of reperfusion, and were submitted to hystopatological analyses, ultrastructural examination, measurement of area and number of villi per mm², and to myeloperoxidases activity. No statistical differences between the groups were found. It was concluded that glutamine did not attenuate the ischemia and reperfusion lesions under the methodology used in this study.

Geane Maciel Pagliosa; Geraldo Eleno Silveira Alves; Rafael Resende Faleiros; Jorge Rio Tinto de Matos; Márcia Bersane Torres; Heloísa Maria Falcão Mendes; Renata Sampaio Costa

2009-01-01

199

Diagnóstico y alternativas terapéuticas en la isquemia miocárdica aguda perioperatoria en cirugía coronaria/ Diagnostic and therapeutic alternatives in perioperative acute myocardial ischemia in heart surgery  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in spanish La isquemia y el infarto posrevascularización quirúrgica son unas complicaciones relativamente frecuentes y pueden conllevar una morbimortalidad elevada. El diagnóstico precoz es fundamental, pero está menos estandarizado y es más complicado que en los pacientes que no reciben cirugía cardíaca, y no existe ningún marcador específico capaz de distinguir entre la isquemia miocárdica en relación con el procedimiento en sí y el daño miocárdico asociado a infarto (more) perioperatorio. Ante la detección de isquemia perioperatoria, se debe proceder de inmediato para instaurar medidas con la intención de limitar el daño miocárdico. Los objetivos de este estudio son los siguientes: 1) revisar los métodos diagnósticos disponibles para la isquemia miocárdica aguda perioperatoria y los criterios de infarto agudo de miocardio perioperatorio; 2) revisar las diferentes opciones terapéuticas existentes, y 3) proponer un algoritmo de tratamiento que contempla la necesidad de realizar un diagnóstico diferencial, el control del vasoespasmo, la implantación de balón de contrapulsación y las posibles estrategias de revascularización (intervención coronaria percutánea o reintervención quirúrgica). Abstract in english Ischemia and infarct after surgical revascularization are a relatively frequent complication, with high morbidity and mortality. Early diagnosis is essential. However, this is less standardized and more complicated to diagnose than in patients who have not undergone surgery since there is no specific biomarker that allows the clinician to differentiate between myocardial ischemia due to the procedure itself and myocardial damage due to perioperative infarct. Once detected (more) , perioperative ischemia should be treated immediately in order to limit myocardial damage. The objectives of this study have been 1. To show the diagnostic criteria for perioperative infarct and ischemia. 2. to show the different therapeutic options available. 3. to propose a treatment algorithm that includes the differential diagnosis, how to control vasospasm, implantation of balloon counterpulsation, and the possible revascularization strategies (percutaneous coronary intervention vs reoperation).

Bueno-González, A.M.; Pérez-Vela, J.L.; Hernández, F.; Renes, E.; Arribas, P.; Corres, M.A.; Gutiérrez, J.; Perales, N.

2010-02-01

200

Tratamiento quirúrgico de la isquemia mesentérica crónica, revisión de la literatura y presentación de un caso/ Surgical treatment of chronic mesenteric ischemia: Literature review and case presentation  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in spanish Los problemas vasculares mesentéricos son infrecuentes pero, cuando se presentan, pueden ser catastróficos. La isquemia mesentérica crónica es una entidad caracterizada por la obstrucción de los vasos mesentéricos; se manifiesta por dolor abdominal después de las comidas, desnutrición y miedo a comer. La mortalidad de la isquemia aguda es de 50 a 70 %. El manejo quirúrgico es la terapia de elección con excelentes resultados. El objetivo del tratamiento de la isq (more) uemia mesentérica crónica es solucionar los síntomas con un procedimiento efectivo y duradero, disminuyendo el riesgo de isquemia aguda. El tratamiento óptimo aun es discutido aunque la cirugía abierta se considera el método de referencia del manejo; no obstante, se asocia a una morbimortalidad importante. Presentamos el caso de un paciente con una isquemia mesentérica crónica, que se manejó con cirugía abierta y excelente resultado clínico y nutricional. Se hace una revisión extensa de la literatura científica actual. Abstract in english Mesenteric vascular problems are infrequent, but may be catastrophic. Chronic mesenteric ischemia (CMI) is a morbid disease that results from progressive stenotic disease of the mesenteric vessels. CMI presents with postprandial abdominal pain, inanition, fear of food And weight loss. Untreated,The mortality in acute intestinal ischemia is high (50%-70%). Vascular reconstruction is remarkably successful in relieving the symptoms of chronic intestinal ischemia . The goal o (more) f treatment for CMI is a safe and effective revascularization that provides the patient with immediate and durable relief of symptoms, minimal procedural risk, and protection from morbidity and mortality associated with intestinal ischemia. Optimal treatment for patients with CMI remains controversial and challenging. Open surgical revascularization is still considered the standard of care, but may be associated with significant morbidity and mortality. We presented a patient with severe abdominal pain after meals, repeatedly. Angiography revealed severe stenosis and occlusion of the super mesenteric artery (SMA). Endovascular treatment was initially unsuccessful, after that we did a open bypass with full clinical and nutritional recovery.

Jiménez, César E; Valencia, Álex; Correa, Juan Rafael

2012-01-01

 
 
 
 
201

As bases experimentais da lesão por isquemia e reperfusão do fígado: revisão/ The experimental basis of hepatic ischemia-reperfusion injury: review  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese O transplante hepático tornou-se o procedimento de escolha para o tratamento da doença hepática terminal. Não obstante o sucesso da cirurgia, a disfunção pós-operatória do fígado enxertado ainda representa importante causa de morbidade e mortalidade. O restabelecimento do fluxo sangüíneo ao fígado recém transplantado impõe a ele nova agressão, agravando a lesão causada pelo período de isquemia. Este fenômeno pouco compreendido é conhecido como lesão po (more) r isquemia e reperfusão e envolve disfunção endotelial, seqüestro de leucócitos e agregação de plaquetas, lesão por radicais livre de oxigênio, e distúrbios da microcirculação hepática. Essa revisão discute os vários aspectos fisiopatológicos que estão envolvidos na lesão por isquemia e reperfusão do fígado. Abstract in english Hepatic transplantation has become the main treatment for patients with terminal hepatic disease. Whatever the success of such surgery, the hepatic dysfunction associated with liver transplantation is an important cause of morbidity and mortality. Paradoxically, on restoring the blood supply, the liver is subjected to a further insult, aggravating the injury already caused by ischemia. This complex phenomenon is termed ischemia-reperfusion injury and involves endothelial (more) cell dysfunction, leukocyte entrapment, platelet aggregation, oxidant stress and hepatic microcirculatory perfusion failure. This review discusses the physiopathlogicals mechanisms of liver ischemia-reperfusion injury.

Miranda, Luiz Eduardo C.; Viaro, Fernanda; Ceneviva, Reginaldo; Evora, Paulo Roberto B.

2004-01-01

202

Isquemia e reperfusão hepática total associada ao estado de choque hemorrágico controlado: efeitos no seqüestro de neutrófilos no pulmão do rato  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available OBJETIVO: Estudar os efeitos da isquemia e reperfusão hepática total sobre acúmulo de neutrófilos no interstício pulmonar de ratos, em condições de normalidade e submetidos ao estado de choque hemorrágico controlado. MÉTODOS: 32 ratos Wistar, machos, foram divididos em quatro grupos de oito animais cada: grupo Sham, submetido aos procedimentos padrões com um período de 60 minutos de observação; grupo Choque, submetido a choque hemorrágico controlado (PAM = 40 mmHg, 20 min.) seguido de reposição volêmica (Ringer lactato + sangue, 3:1) e reperfusão (60 min.); grupo Pringle, submetido a isquemia hepática total (15 min.) e reperfusão (60 min.); grupo Total submetido a choque hemorrágico controlado (15 min.) seguido de reposição volêmica (Ringer lactato + sangue, 3:1) e reperfusão (60 min.). Após o sacrifício dos animais, procedeu-se à contagem de neutrófilos no interstício pulmonar. RESULTADOS: Os valores encontrados para contagem de neutrófilos no interstício pulmonar indicaram que, os animais dos grupos Pringle, Total e, também, do grupo Choque, não diferiram dos animais do grupo Sham com valores de (Sham 21,08± 14,12; Choque 35,15± 18,74; Pringle 19,78± 15,38; Total 23,90± 16,37) (p=0.253) CONCLUSÃO: Em ratos submetidos a estado de choque hemorrágico controlado associado a isquemia hepática de 15 minutos, seguida de 60 minutos de reperfusão, não ocorreu acúmulo significativo de neutrófilos no interstício pulmonar.

Mantovani Mario; Fontelles Mauro José; Hirano Elcio Shiyoiti; Morandin Rosana Celestina; Caputo Lucélia Rita Gaudino; Schenka André Almeida

2002-01-01

203

Intestinal ischemia/reperfusion induces bronchial hyperreactivity and increases serum TNF-alpha in rats/ A isquemia/reperfusão intestinal provoca hiper-reatividade brônquica e aumento do TNF-alfa sérico em ratos  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese INTRODUCÃO: A isquemia/reperfusão intestinal ou hepática induz lesão pulmonar aguda em modelos animais de falência de múltiplos órgãos. O fator de necrose tumoral (TNF-alfa) está envolvido no mecanismo inflamatório da síndrome da angústia respiratória aguda. Embora a cascata inflamatória que leva à síndrome da angústia respiratória aguda tenha sido extensamente investigada, os componentes mecânicos desta ainda não são completamente compreendidos. Nós (more) levantamos a hipótese de que a isquemia/reperfusão esplâncnica provoca aumento da reatividade contráctil das vias aéreas, bem como aumento do TNF-alfa sérico. OBJETIVO: avaliar a reatividade da musculatura lisa brônquica sob estimulação com metacolina, e medir os níveis séricos de TNF-alfa após isquemia/reperfusão intestinal e/ou hepática em ratos. MÉTODO: Ratos Wistar foram submetidos a 45 min de isquemia intestinal, ou 20 minutos de isquemia hepática, ou a ambas (isquemia dupla), ou controle, seguidos por 120 min de reperfusão. A resposta brônquica a concentrações molares (10-7 to 3x10-4) de metacolina foi avaliada usando-se uma preparação ex-vivo de musculatura brônquica. RESULTADOS: A resposta brônquica (g/100mg de tecido) mostrou reatividade aumentada a concentrações crescentes de metacolina na isquemia intestinal e isquemia dupla, mas não na isquemia hepática. Similarmente, o TNF-alfa sérico aumentou na isquemia intestinal e isquemia dupla, mas não na isquemia hepática. CONCLUSÃO: Isquemia intestinal, quer isolada ou associada à hepática, provocou hiper-reatividade da musculatura brônquica, sugerindo um possível papel da constrição brônquica na disfunção respiratória conseqüente à isquemia/reperfusão esplâncnica. Este aumento foi simultâneo ao do TNF-alfa sérico, porém o possível efeito causal do TNF-alfa na contractilidade brônquica permanece a ser determinado. Abstract in english INTRODUCTION: Intestinal or hepatic ischemia/reperfusion induces acute lung injury in animal models of multiple organ failure. Tumor necrosis factor (TNF)- alpha is involved in the underlying inflammatory mechanism of acute respiratory distress syndrome. Although the inflammatory cascade leading to acute respiratory distress syndrome has been extensively investigated, the mechanical components of acute respiratory distress syndrome are not fully understood. Our hypothesis (more) is that splanchnic ischemia/reperfusion increases airway reactivity and serum TNF-alpha levels. OBJECTIVE: To assess bronchial smooth muscle reactivity under methacholine stimulation, and to measure serum TNF-alpha levels following intestinal and/or hepatic ischemia/reperfusion in rats. METHOD: Rats were subjected to 45 minutes of intestinal ischemia, or 20 minutes of hepatic ischemia, or to both (double ischemia), or sham procedures (control), followed by 120 minutes of reperfusion. The animals were then sacrificed, and the bronchial response to increasing methacholine molar concentrations (10-7 to 3 x 10-4) was evaluated in an ex-vivo bronchial muscle preparation. Serum TNF-alpha was determined by the L929-cell bioassay. RESULTS: Bronchial response (g/100 mg tissue) showed increased reactivity to increasing methacholine concentrations in the intestinal ischemia and double ischemia groups, but not in the hepatic ischemia group. Similarly, serum TNF-alpha (pg/mL) concentration was increased in the intestinal ischemia and double ischemia groups, but not in the hepatic ischemia group. CONCLUSION: Intestinal ischemia, either isolated or associated with hepatic ischemia, increased bronchial smooth muscle reactivity, suggesting a possible role for bronchial constriction in respiratory dysfunction following splanchnic ischemia/reperfusion. This increase occurred in concomitance with serum TNF-alpha increase, but whether the increase in TNF-alpha caused this bronchial contractility remains to be determined.

Arruda, Marcio Jose Cristiano de; Poggetti, Renato Sergio; Fontes, Belchor; Younes, Riad N.; Souza Jr., Almerindo Lourenço; Birolini, Dario

2006-02-01

204

Intestinal ischemia/reperfusion induces bronchial hyperreactivity and increases serum TNF-alpha in rats A isquemia/reperfusão intestinal provoca hiper-reatividade brônquica e aumento do TNF-alfa sérico em ratos  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available INTRODUCTION: Intestinal or hepatic ischemia/reperfusion induces acute lung injury in animal models of multiple organ failure. Tumor necrosis factor (TNF)- alpha is involved in the underlying inflammatory mechanism of acute respiratory distress syndrome. Although the inflammatory cascade leading to acute respiratory distress syndrome has been extensively investigated, the mechanical components of acute respiratory distress syndrome are not fully understood. Our hypothesis is that splanchnic ischemia/reperfusion increases airway reactivity and serum TNF-alpha levels. OBJECTIVE: To assess bronchial smooth muscle reactivity under methacholine stimulation, and to measure serum TNF-alpha levels following intestinal and/or hepatic ischemia/reperfusion in rats. METHOD: Rats were subjected to 45 minutes of intestinal ischemia, or 20 minutes of hepatic ischemia, or to both (double ischemia), or sham procedures (control), followed by 120 minutes of reperfusion. The animals were then sacrificed, and the bronchial response to increasing methacholine molar concentrations (10-7 to 3 x 10-4) was evaluated in an ex-vivo bronchial muscle preparation. Serum TNF-alpha was determined by the L929-cell bioassay. RESULTS: Bronchial response (g/100 mg tissue) showed increased reactivity to increasing methacholine concentrations in the intestinal ischemia and double ischemia groups, but not in the hepatic ischemia group. Similarly, serum TNF-alpha (pg/mL) concentration was increased in the intestinal ischemia and double ischemia groups, but not in the hepatic ischemia group. CONCLUSION: Intestinal ischemia, either isolated or associated with hepatic ischemia, increased bronchial smooth muscle reactivity, suggesting a possible role for bronchial constriction in respiratory dysfunction following splanchnic ischemia/reperfusion. This increase occurred in concomitance with serum TNF-alpha increase, but whether the increase in TNF-alpha caused this bronchial contractility remains to be determined.INTRODUCÃO: A isquemia/reperfusão intestinal ou hepática induz lesão pulmonar aguda em modelos animais de falência de múltiplos órgãos. O fator de necrose tumoral (TNF-alfa) está envolvido no mecanismo inflamatório da síndrome da angústia respiratória aguda. Embora a cascata inflamatória que leva à síndrome da angústia respiratória aguda tenha sido extensamente investigada, os componentes mecânicos desta ainda não são completamente compreendidos. Nós levantamos a hipótese de que a isquemia/reperfusão esplâncnica provoca aumento da reatividade contráctil das vias aéreas, bem como aumento do TNF-alfa sérico. OBJETIVO: avaliar a reatividade da musculatura lisa brônquica sob estimulação com metacolina, e medir os níveis séricos de TNF-alfa após isquemia/reperfusão intestinal e/ou hepática em ratos. MÉTODO: Ratos Wistar foram submetidos a 45 min de isquemia intestinal, ou 20 minutos de isquemia hepática, ou a ambas (isquemia dupla), ou controle, seguidos por 120 min de reperfusão. A resposta brônquica a concentrações molares (10-7 to 3x10-4) de metacolina foi avaliada usando-se uma preparação ex-vivo de musculatura brônquica. RESULTADOS: A resposta brônquica (g/100mg de tecido) mostrou reatividade aumentada a concentrações crescentes de metacolina na isquemia intestinal e isquemia dupla, mas não na isquemia hepática. Similarmente, o TNF-alfa sérico aumentou na isquemia intestinal e isquemia dupla, mas não na isquemia hepática. CONCLUSÃO: Isquemia intestinal, quer isolada ou associada à hepática, provocou hiper-reatividade da musculatura brônquica, sugerindo um possível papel da constrição brônquica na disfunção respiratória conseqüente à isquemia/reperfusão esplâncnica. Este aumento foi simultâneo ao do TNF-alfa sérico, porém o possível efeito causal do TNF-alfa na contractilidade brônquica permanece a ser determinado.

Marcio Jose Cristiano de Arruda; Renato Sergio Poggetti; Belchor Fontes; Riad N. Younes; Almerindo Lourenço Souza Jr.; Dario Birolini

2006-01-01

205

Multiparametric multidetector computed tomography scanning on suspicion of hyperacute ischemic stroke: validating a standardized protocol Avaliação multiparamétrica por tomografia computadorizada multidetectores na suspeita de isquemia cerebral hiperaguda: validando um protocolo padronizado  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Multidetector computed tomography (MDCT) scanning has enabled the early diagnosis of hyperacute brain ischemia. We aimed at validating a standardized protocol to read and report MDCT techniques in a series of adult patients. The inter-observer agreement among the trained examiners was tested, and their results were compared with a standard reading. No false positives were observed, and an almost perfect agreement (Kappa>0.81) was documented when the CT angiography (CTA) and cerebral perfusion CT (CPCT) map data were added to the noncontrast CT (NCCT) analysis. The inter-observer agreement was higher for highly trained readers, corroborating the need for specific training to interpret these modern techniques. The authors recommend adding CTA and CPCT to the NCCT analysis in order to clarify the global analysis of structural and hemodynamic brain abnormalities. Our structured report is suitable as a script for the reproducible analysis of the MDCT of patients on suspicion of ischemic stroke.A tomografia computadorizada multidetectores (TCMD) permitiu o diagnóstico precoce de isquemia cerebral hiperaguda. O presente estudo objetivou validar a interpretação e a descrição padronizada de um protocolo de TCMD multiparamétrica em uma série de pacientes adultos. A concordância entre os examinadores foi testada, e seus resultados confrontados com uma leitura padrão. Não foram observados resultados falso-positivos, e foi documentado um elevado grau de concordância (Kappa>0,81) quando os dados da angiotomografia (ATC) e dos mapas de perfusão cerebral por TC (PCTC) foram adicionados à análise da TC sem contraste (TCSC). A concordância interobservador foi superior para os leitores melhor treinados, corroborando a necessidade de formação específica para a interpretação dos exames. Os autores recomendam acrescer a interpretação da ATC e da PCTC à análise da TCSC, visando à análise global das anormalidades cerebrais estruturais e hemodinâmicas. O presente protocolo é adequado como um roteiro reprodutível para a análise da TCMD de pacientes com suspeita de acidente vascular cerebral isquêmico.

Felipe Torres Pacheco; Antônio José da Rocha; Ingrid Aguiar Littig; Antonio Carlos Martins Maia Júnior; Rubens José Gagliardi

2013-01-01

206

Manejo da hipertensão arterial na isquemia cerebral aguda/ Management of arterial hypertension in patients with acute ischemic stroke  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese OBJETIVO: Avaliar o nível de conhecimento dos médicos, através de sua conduta, em paciente com quadro de hipertensão arterial na fase aguda da isquemia cerebral. Também comentamos as principais condutas nesta fase, com ênfase na tensão arterial (TA). MÉTODO: Foram entrevistados 120 médicos da clínica médica e da cirurgia geral, em dez dos maiores Hospitais de Belo Horizonte, em 1997. Todos responderam a um questionário contendo um caso clínico de paciente hip (more) ertenso leve, admitido com quadro de isquemia cerebral e tensão arterial de 186x110 mmHg. Os profissionais deveriam optar por reduzir, aumentar ou manter a TA. RESULTADOS: Dos entrevistados, 38 (31,7%) responderam que reduziriam os níveis tensionais, 82 (68,3%) optaram pela manutenção e nenhum aumentaria (p<0,05). Estes índices foram iguais nas duas especialidades. Já em relação ao tempo de formado, observou-se que aqueles com mais de 10 anos de graduação, apresentaram maior tendência a redução da TA (p<0,05), quando comparado aos mais jovens. CONCLUSÃO: A redução da TA prejudica a perfusão cerebral, podendo aumentar a área isquêmica ("zona de penumbra"). Concluimos que, apesar de estar a maioria dos médicos ciente da conduta recomendada no manejo da hipertensão arterial na fase aguda dos quadros isquêmios cerebrais 31,7% ainda é uma taxa elevada de médicos despreparados para o atendimento emergencial de isquemia cerebral, considerando os prejuízos trazidos ao paciente em decorrência da conduta inadequada. Talvez o desenvolvimento de unidades especializadas no atendimento desses pacientes ("stroke units") possa melhorar tais índices. Abstract in english PURPOSE: We aimed with study to assess the current clinical practice about the management of high blood pressure in patients in the acute phase of ischemic stroke. We also comment some topics of ischemic stroke treatment. METHODS: A case report of a patient admitted 8 hours after onset of ischemic stroke and with blood pressure of 186x110 mmHg was presented to 120 surgeons and clinician. They were asked to decide the best therapeutic option: to increase, decrease or maint (more) enance blood pressure. RESULTS: Thirty-eight physicians (31,7%) considered decreasing blood pressure the best therapeutics, 82 (68,3%) considered maintenance and none decided to increase it (p < 0.05). There was no difference between the two specialties conduct. The physicians, with more than 10 years of graduation, had a tendency to decrease the blood pressure (p <0.05). CONCLUSION: The maintenance of blood pressure may present a sufficient blood support to compensate brain flow. A high percentage of the physicians (31,7%) do not know about the current concepts of therapeutics considering hypertension in acute ischemic stroke. The development on special units to treat these patients ("stroke units") may eventually decrease the morbimortality rates of ischemic stroke.

FAGUNDES-PEREYRA, WALTER JOSÉ; RAMOS, LÍLIAN DE ARAÚJO; MALHEIRO, OLÍVIO BRITO; FREIRE, RAPHAEL DE ALVARENGA; SILVA, RAPHAEL DINIZ E; ALMEIDA, RENATO MOTA DE; ALMEIDA, RICARDO MOTA DE

1999-12-01

207

Eficácia da solução de cloreto de sódio a 7,5% com e sem dextran 70 a 6% na preservação da função renal de cães hipovolêmicos submetidos à isquemia-reperfusão/ Efficacy of 7.5% hypertonic sodium chloride, with and without 6% dextran 70, in renal function preservation of hypovolemic dogs submitted to ischemia-reperfusion/ Eficacia de la solución de cloreto de sodio a 7,5% con y sin dextran 70 a 6% en la preservación de la función renal de canes hipovolémicos sometidos a isquemia-reperfusión  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: As soluções hipertônicas de cloreto de sódio, associadas ou não a colóides hiperoncóticos, podem ser eficazes em proteger o rim em situações de hipovolemia. O objetivo deste estudo foi verificar, em cães, o real benefício dessas soluções sobre a função renal, em vigência de hipovolemia e isquemia do órgão. MÉTODO: Em 24 cães, anestesiados com pentobarbital sódico, submetidos à nefrectomia direita e à expansão volêmica co (more) m solução de Ringer (1 ml.kg-1.min-1), foram observadas possíveis alterações renais morfo-funcionais após hemorragia de 20 ml.kg-1 e trinta minutos de total isquemia renal esquerda, com posterior reperfusão, além da repercussão renal da administração de soluções de cloreto de sódio 7,5% (SH) e esta em dextran 70 a 6% (SHD). Atributos estudados: FC, PAM, pressão de veia cava inferior, fluxo sangüíneo renal, resistência vascular renal, hematócrito, Na+, K+, osmolaridade plasmática, PaO2, PaCO2 e pH, depuração (para-aminohipurato de sódio - PAH-1, creatinina, osmolar, água livre, Na+, K+), fração de filtração, volume e osmolaridade urinários, excreções urinárias e fracionárias de Na+ e K+ e exame histopatológico do rim. Os atributos foram estudados em três grupos (G1, G2 e G3) e em cinco momentos. RESULTADOS: Houve elevação estatisticamente significativa da pressão arterial média em G2 e G3, da resistência vascular renal em G1, do fluxo sangüíneo renal e da depuração de PAH em G3, da excreção fracionária de Na+ em G2 e G3, das depurações de creatinina, osmolar, de água livre e de Na+ e K+, da excreção urinária de Na+ e K+ e do volume urinário em G3. CONCLUSÕES: A SHD administrada 15 minutos após hemorragia moderada e 30 minutos antes de insulto isquêmico de 30 minutos foi eficiente em proteger o rim de cães das repercussões da isquemia-reperfusão. Não foi constatada alteração histopatológica renal à microscopia óptica. Abstract in spanish JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: Las soluciones hipertónicas de cloreto de sodio, asociadas o no a coloides hiperoncóticos, pueden ser eficaces en proteger el riñón en situaciones de hipovolemia. El objetivo de este estudio fue verificar en canes, el real beneficio de esas soluciones sobre la función renal, en vigencia de hipovolemia e isquemia del órgano. MÉTODO: En 24 canes, anestesiados con pentobarbital sódico, sometidos a nefrectomia derecha y a expansión volémic (more) a con solución de Ringer. Fueron observadas posibles alteraciones renales morfo-funcionales después hemorragia de 20 ml.kg-1 y treinta minutos de total isquemia renal izquierda, con posterior reperfusión, además de la repercusión renal da administración de soluciones de cloreto de sodio 7,5% (SH) y ésta en dextran 70 a 6% (SHD). Atributos estudiados: FC, PAM, presión de vena cava inferior, flujo sanguíneo renal, resistencia vascular renal, hematócrito, Na+, K+, osmolaridad plasmática, PaO2, PaCO2 y pH, depuración (para-aminohipurato de sodio - PAH-1, creatinina, osmolar, agua libre, Na+, K+), fracción de filtración, volumen y osmolaridad urinarios, excreciones urinarias y fraccionarias de Na+ y K+, temperatura rectal y examen histopatológico del riñón. Los atributos fueron estudiados en tres grupos (G1, G2 y G3) y en cinco momentos. RESULTADOS: Hubo elevación estadísticamente significativa de la presión arterial media en G2 y G3, de la resistencia vascular renal en G1, del flujo sanguíneo renal y de la depuración de PAH en G3, de la excreción fraccionaria de Na+ en G2 y G3, de las depuraciones de creatinina, osmolar, de agua libre y de Na+ y K+, de la excreción urinaria de Na+ y K+ y del volumen urinario en G3. CONCLUSIONES: La SHD administrada 15 minutos después de hemorragia moderada y 30 min antes de insulto isquémico de 30 min fue eficiente en proteger el riñón de los canes de las repercusiones de la isquemia-reperfusión. No fue constatada alteración histopatológica renal a la microscópia óptica.

Rodrigues Júnior, Geraldo Rolim; Amaral, José Luiz Gomes do; Castiglia, Yara Marcondes Machado; Marques, Mariangela Esther Alencar

2002-02-01

208

Open bedside tracheostomy: routine procedure for patients under prolonged mechanical ventilation/ Traqueostomia convencional a beira do leito: procedimento de rotina para pacientes em ventilação mecânica prolongada  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese INTRODUÇÃO: A traqueostomia é um procedimento eletivo realizado em pacientes de unidades de terapia intensiva sob ventilação mecânica prolongada. O risco associado ao transporte, custos e dificuldades de agendamento cirúrgico são alguns obstáculos para uma maior aceitação da traqueostomia. O uso de rígidos critérios de seleção para a realização deste procedimento a beira do leito exclui muitos pacientes que se beneficiariam deste método. OBJETIVO: Determ (more) inar à segurança da traqueostomia convencional a beira do leito como procedimento de rotina (sem a utilização dos critérios de seleção) em unidades de terapia intensiva, considerando as complicações intra e pós-operatórias. MÉTODO: Revisão retrospectiva de prontuários de pacientes submetidos à traqueostomia eletiva nas unidades de terapia intensiva de três hospitais privados no período de abril de 1999 a dezembro de 2005. RESULTADOS: Foram incluídos 552 pacientes com idade media de 69.6 ± 15.8 anos. A incidência de complicações pós-operatórias (até o 30º pós-operatório) foi 4.34% (24 casos): 9 sangramentos leves, 9 sangramentos importantes, 2 enfisemas subcutâneos, 4 infecções do estoma. As complicações tardias observadas foram: estenose laringotraqueal em 2 pacientes e fistula traqueo-inominada em 1 paciente. CONCLUSÃO: A traqueostomia convencional a beira do leito parece ser um procedimento simples e seguro quando realizado por equipe experiente em condições controladas, deve, portanto ser considerada como uma opção para pacientes em terapia intensiva sob ventilação prolongada. Abstract in english BACKGROUND: Tracheostomy is electively performed in critically ill patients requiring prolonged respiratory support. The risk of transporting, the increasing associated cost and operative room schedule are some of the obstacles for wider acceptance of this procedure. The use of rigid selection criteria exclude many patients who would benefit of this approach. OBJECTIVE: To determine the safety of open bedside tracheostomy (OBT) as a routine intensive care units (ICU) proc (more) edure without any selection criteria, considering its peri and postoperative complications. METHOD: Retrospective medical chart review of all patients that underwent elective tracheostomy between April 1999 and December 2005 at ICU of three private hospitals. RESULTS: The study group comprised 552 patients with a mean age of 69.6 ± 15.8 years. The incidence of significant complications (until 30 days after the procedure) was 4.34% (24 cases): 9 minor bleeding, 9 major bleeding, 2 subcutaneous emphysema, 4 stomal infections. Late complications were: laryngotracheal stenosis in 2 and tracheoinomminate fistula in 1 patient. CONCLUSIONS: OBT seems to be a safe and simple procedure, when performed by a team of experienced physicians under controlled circumstances, and should be considered as an option for ICU patients.

Terra, Ricardo Mingarini; Fernandez, Angelo; Bammann, Ricardo Helbert; Castro, Ana Cristina P.; Ishy, Augusto; Junqueira, Jader Joel Machado

2007-01-01

209

Open bedside tracheostomy: routine procedure for patients under prolonged mechanical ventilation Traqueostomia convencional a beira do leito: procedimento de rotina para pacientes em ventilação mecânica prolongada  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available BACKGROUND: Tracheostomy is electively performed in critically ill patients requiring prolonged respiratory support. The risk of transporting, the increasing associated cost and operative room schedule are some of the obstacles for wider acceptance of this procedure. The use of rigid selection criteria exclude many patients who would benefit of this approach. OBJECTIVE: To determine the safety of open bedside tracheostomy (OBT) as a routine intensive care units (ICU) procedure without any selection criteria, considering its peri and postoperative complications. METHOD: Retrospective medical chart review of all patients that underwent elective tracheostomy between April 1999 and December 2005 at ICU of three private hospitals. RESULTS: The study group comprised 552 patients with a mean age of 69.6 ± 15.8 years. The incidence of significant complications (until 30 days after the procedure) was 4.34% (24 cases): 9 minor bleeding, 9 major bleeding, 2 subcutaneous emphysema, 4 stomal infections. Late complications were: laryngotracheal stenosis in 2 and tracheoinomminate fistula in 1 patient. CONCLUSIONS: OBT seems to be a safe and simple procedure, when performed by a team of experienced physicians under controlled circumstances, and should be considered as an option for ICU patients.INTRODUÇÃO: A traqueostomia é um procedimento eletivo realizado em pacientes de unidades de terapia intensiva sob ventilação mecânica prolongada. O risco associado ao transporte, custos e dificuldades de agendamento cirúrgico são alguns obstáculos para uma maior aceitação da traqueostomia. O uso de rígidos critérios de seleção para a realização deste procedimento a beira do leito exclui muitos pacientes que se beneficiariam deste método. OBJETIVO: Determinar à segurança da traqueostomia convencional a beira do leito como procedimento de rotina (sem a utilização dos critérios de seleção) em unidades de terapia intensiva, considerando as complicações intra e pós-operatórias. MÉTODO: Revisão retrospectiva de prontuários de pacientes submetidos à traqueostomia eletiva nas unidades de terapia intensiva de três hospitais privados no período de abril de 1999 a dezembro de 2005. RESULTADOS: Foram incluídos 552 pacientes com idade media de 69.6 ± 15.8 anos. A incidência de complicações pós-operatórias (até o 30º pós-operatório) foi 4.34% (24 casos): 9 sangramentos leves, 9 sangramentos importantes, 2 enfisemas subcutâneos, 4 infecções do estoma. As complicações tardias observadas foram: estenose laringotraqueal em 2 pacientes e fistula traqueo-inominada em 1 paciente. CONCLUSÃO: A traqueostomia convencional a beira do leito parece ser um procedimento simples e seguro quando realizado por equipe experiente em condições controladas, deve, portanto ser considerada como uma opção para pacientes em terapia intensiva sob ventilação prolongada.

Ricardo Mingarini Terra; Angelo Fernandez; Ricardo Helbert Bammann; Ana Cristina P. Castro; Augusto Ishy; Jader Joel Machado Junqueira

2007-01-01

210

Antibodies to the atherosclerotic plaque components beta2-glycoprotein I and heat-shock proteins as risk factors for acute cerebral ischemia/ Anticorpos contra os componentes da placa aterosclerótica beta2-glicoproteína I e proteínas de choque térmico como fatores de risco para isquemia cerebral aguda  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese Um terço dos casos de isquemia cerebral não apresenta etiologia clara. Uma resposta humoral contra os componentes da placa aterosclerótica beta2-glicoproteína l (beta2-gpl) e proteínas de choque térmico ("heat-shock proteins", Hsp) pode estar envolvida na patogênese do infarto cerebral. Este estudo de caso-controles inclui um perfil completo de anticorpos anti-beta2-gpI e a testagem de IgG anti-Hsp de 60/65 kilodaltons (kDa) em pacientes com isquemia cerebral. Nove (more) nta e três pacientes com isquemia cerebral aguda e 93 controles foram avaliados quanto a idade, sexo, raça, hipertensão arterial, tabagismo, cardiopatia prévia, diabete mellitus, hipercolesterolemia e história prévia de isquemia cerebral. lgG/lgM/lgA anticardiolipina (aCL) e anti-beta2-gpl, assim como IgG contra Hsp humana de 60 kDa e Hsp de Mycobacterium bovis de 65 kDa foram detectados por imunoensaio. Odds ratios (OR) ajustados foram calculados através de regressão logística. O OR ajustado para anticorpos lgA anti-beta2-gpl foi 4,6 (IC90% 1,5 a 14,3 p = 0,025). O OR não-ajustado para anticorpos IgG contra Hsp 60 foi 26,1. O OR ajustado para anticorpos IgG contra Hsp 65 foi 3,2 (IC90% 1,2 a 8,3; p = 0,044). O OR ajustado para IgG contra qualquer Hsp (60 ou 65) foi 4,8 (lC90% 1,9 a 12,1; p = 0,006). O estudo demonstra que níveis elevados de anticorpos IgA anti-beta2-gpl e lgG anti-Hsp 60/65 estão associados a risco de isquemia cerebral aguda. A associação ocorreu independentemente de outros fatores de risco. Esta resposta humoral pode conectar autoimunidade, trombofilia e aterosclerose em pacientes com isquemia cerebral. Abstract in english One third of cases of cerebral ischemia have no clear etiology. A humoral response to the atherosclerotic plaques components beta2-glycoprotein l (beta2-gpl) and heat-shock proteins (Hsp) might be involved in the pathogenesis of stroke. This case-control study includes a complete profile of anti-beta2-gpl antibodies and testing of IgG antibodies to the 60/65 kilodaltons (kDa) Hsp in stroke patients. Ninety-three patients with acute ischemic stroke and 93 controls were eva (more) luated for age, sex, race, hypertension, smoking, previous cardiopathy, diabetes mellitus, hypercholesterolemia and previous history of cerebral ischemia. lgG/lgM/lgA anticardiolipin (aCL) and anti-beta2-gpl antibodies, as well as lgG antibodies to human 60 kDa Hsp and to Mycobacterium bovis 65 kDa Hsp, were detected by immunoassay. Adjusted odds ratios (OR) were calculated by logistic regression. The adjusted OR for IgA anti-beta2-gpl antibodies was 4.6 (90%Cl 1.5 to 14.3; p = 0.025). The non-adjusted OR for IgG antibodies to Hsp 60 was 26.1. The adjusted OR for IgG antibodies to Hsp 65 was 3.2 (90%Cl 1.2 to 8.3; p = 0.044). The adjusted OR for lgG to any Hsp (60 or 65) was 4.8 (90%Cl 1.9 to 12.1; p = 0.006). This study demonstrates that elevated IgA anti-beta2-gpl and lgG anti-Hsp 60/65 antibodies are associated with increased risk of ischemic stroke. The association occurred independently of other risk factors. This humoral response might link autoimmunity, thrombophilia and atherosclerosis in stroke patients.

Staub, Henrique Luiz; Norman, Gary Lewis; Crowther, Tiffany; Cunha, Viviane Roseli da; Polanczyk, Aline; Bohn, Jussara Maria; Fernandes, Jefferson Gomes; Chahade, Wiliam Habib; Mühlen, Carlos Alberto von

2003-09-01

211

Antibodies to the atherosclerotic plaque components beta2-glycoprotein I and heat-shock proteins as risk factors for acute cerebral ischemia Anticorpos contra os componentes da placa aterosclerótica beta2-glicoproteína I e proteínas de choque térmico como fatores de risco para isquemia cerebral aguda  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available One third of cases of cerebral ischemia have no clear etiology. A humoral response to the atherosclerotic plaques components beta2-glycoprotein l (beta2-gpl) and heat-shock proteins (Hsp) might be involved in the pathogenesis of stroke. This case-control study includes a complete profile of anti-beta2-gpl antibodies and testing of IgG antibodies to the 60/65 kilodaltons (kDa) Hsp in stroke patients. Ninety-three patients with acute ischemic stroke and 93 controls were evaluated for age, sex, race, hypertension, smoking, previous cardiopathy, diabetes mellitus, hypercholesterolemia and previous history of cerebral ischemia. lgG/lgM/lgA anticardiolipin (aCL) and anti-beta2-gpl antibodies, as well as lgG antibodies to human 60 kDa Hsp and to Mycobacterium bovis 65 kDa Hsp, were detected by immunoassay. Adjusted odds ratios (OR) were calculated by logistic regression. The adjusted OR for IgA anti-beta2-gpl antibodies was 4.6 (90%Cl 1.5 to 14.3; p = 0.025). The non-adjusted OR for IgG antibodies to Hsp 60 was 26.1. The adjusted OR for IgG antibodies to Hsp 65 was 3.2 (90%Cl 1.2 to 8.3; p = 0.044). The adjusted OR for lgG to any Hsp (60 or 65) was 4.8 (90%Cl 1.9 to 12.1; p = 0.006). This study demonstrates that elevated IgA anti-beta2-gpl and lgG anti-Hsp 60/65 antibodies are associated with increased risk of ischemic stroke. The association occurred independently of other risk factors. This humoral response might link autoimmunity, thrombophilia and atherosclerosis in stroke patients.Um terço dos casos de isquemia cerebral não apresenta etiologia clara. Uma resposta humoral contra os componentes da placa aterosclerótica beta2-glicoproteína l (beta2-gpl) e proteínas de choque térmico ("heat-shock proteins", Hsp) pode estar envolvida na patogênese do infarto cerebral. Este estudo de caso-controles inclui um perfil completo de anticorpos anti-beta2-gpI e a testagem de IgG anti-Hsp de 60/65 kilodaltons (kDa) em pacientes com isquemia cerebral. Noventa e três pacientes com isquemia cerebral aguda e 93 controles foram avaliados quanto a idade, sexo, raça, hipertensão arterial, tabagismo, cardiopatia prévia, diabete mellitus, hipercolesterolemia e história prévia de isquemia cerebral. lgG/lgM/lgA anticardiolipina (aCL) e anti-beta2-gpl, assim como IgG contra Hsp humana de 60 kDa e Hsp de Mycobacterium bovis de 65 kDa foram detectados por imunoensaio. Odds ratios (OR) ajustados foram calculados através de regressão logística. O OR ajustado para anticorpos lgA anti-beta2-gpl foi 4,6 (IC90% 1,5 a 14,3 p = 0,025). O OR não-ajustado para anticorpos IgG contra Hsp 60 foi 26,1. O OR ajustado para anticorpos IgG contra Hsp 65 foi 3,2 (IC90% 1,2 a 8,3; p = 0,044). O OR ajustado para IgG contra qualquer Hsp (60 ou 65) foi 4,8 (lC90% 1,9 a 12,1; p = 0,006). O estudo demonstra que níveis elevados de anticorpos IgA anti-beta2-gpl e lgG anti-Hsp 60/65 estão associados a risco de isquemia cerebral aguda. A associação ocorreu independentemente de outros fatores de risco. Esta resposta humoral pode conectar autoimunidade, trombofilia e aterosclerose em pacientes com isquemia cerebral.

Henrique Luiz Staub; Gary Lewis Norman; Tiffany Crowther; Viviane Roseli da Cunha; Aline Polanczyk; Jussara Maria Bohn; Jefferson Gomes Fernandes; Wiliam Habib Chahade; Carlos Alberto von Mühlen

2003-01-01

212

Hydrocortisone decreases apoptosis in jejunum of horses subjected to experimental ischemia and reperfusion Hidrocortisona diminui a apoptose no jejuno de equinos sujeitos a isquemia e reperfusão experimentais  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available In order to evaluate the effect of hydrocortisone on apoptosis in the jejunum of horses subjected to ischemia and reperfusion, ten horses were paired and grouped into two groups - treated (n=5) and non treated (n=5). Segments of the jejunum were used as controls (C), or as venous ischemia (VIsc), which were subjected to 2h of ischemia followed by 2 or 12h of reperfusion. C samples were collected at time zero (prior to ischemia) and VIsc samples were collected at 2h of ischemia and at 2 and 12h of reperfusion. TUNEL positive apoptotic cells were counted in 10 microscopical fields in deep mucosa from each horse throughout the time course. After 12h of reperfusion, the number of apoptotic cells in treated group were significantly lower than in untreated animals, indicating that hydrocortisone inhibits apoptosis. These results indicate that hydrocortisone has a beneficial effects favoring the maintenance of jejunal integrity in horses with ischemia and reperfusion injuries by preventing apoptotic cell death.Com o objetivo de avaliar o efeito da hidrocortisona sobre a apoptose no jejuno de equinos submetidos à is-quemia e reperfusão, dez cavalos foram agrupados em dois grupos: tratado (n=5) e não-tratado (n=5). Foi utilizado um segmento do jejuno como controle (C) e outro foi submetido a isquemia venosa (VIsc) por 2h seguida de 2 ou 12 h de re-perfusão. Amostras de C foram coletadas no tempo zero (antes da isquemia) e amostras de VIsc foram coletadas após 2h de isquemia e a 2 e 12h de reperfusão. Células apoptóticas TUNEL positivas foram contadas em 10 campos microscópicos da mucosa na região das criptas de cada animal em cada tempo. Após 12h de reperfusão, o número de células apoptóticas no grupo tratado foram significativamente menores do que no grupo não-tratado, indicando que a hidrocortiso-na inibe a apoptose. Esses resultados mostram que a hidro-cortisona tem efeito benéfico favorecendo a manutenção da integridade do jejuno em cavalos com lesão de isquemia e reperfusão por prevenir a morte celular por apoptose.

Geraldo Eleno S. Alves; Heloisa M.F. Mendes; Tiago G.S. Alves; Rafael R. Faleiros; Anilton C. Vasconcelos; Renato L. Santos; Jorge J.M. Rio Tinto

2011-01-01

213

Effect of hyperbaric oxygen therapy on the intestinal ischemia reperfusion injury/ Efeito da oxigenoterapia hiperbárica na lesão por isquemia reperfusão intestinal  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese OBJETIVO: Oxigenação tissular adequada é essencial para cicatrização. Oxigenoterapia hiperbárica (HBOT) tem aplicação clínica para tratar lesões isquêmicas, entretanto a natureza exata dos mecanismos envolvidos permanece incerta. Procuramos investigar o papel potencial da HBOT na modulação da resposta a uma lesão por isquemia reperfusão (I/R) intestinal em modelo de lesão de I/R. MÉTODOS: Ratos machos Wistar foram submetidos à cirurgia para a indução d (more) a isquemia intestinal seguida de reperfusão. HBOT foi fornecido antes e / ou após a isquemia intestinal. A viabilidade das células no tecido intestinal foi avaliada através do ensaio de MTT e pela medição malondealdeido (MDA) no plasma. Densidade microvascular e apoptose foram avaliados por imuno-histoquímica. RESULTADOS: Os resultados indicam que o tratamento HBOT pré e pós-isquemia reduz o tamanho da lesão ao tecido intestinal. Este tratamento aumenta a viabilidade celular e reduz a ativação da caspase-3, que está associada com aumento do número de células CD 34 no tecido e da expressão da VEGF. CONCLUSÃO: A oxigenoterapia hiperbárica pode limitar os danos do tecido devido à lesão por isquemia/reperfusão, induzindo às vias de sinalização reparadora. Abstract in english PURPOSE: Adequate tissue oxygenation is essential for healing. Hyperbaric oxygen therapy (HBOT) has potential clinical applications to treat ischemic pathologies, however the exact nature of any protective effects are unclear at present. We therefore investigated the potential role of HBOT in modulating the ischemia/reperfusion (I/R) injury response in intestinal model of I/R injury. METHODS: Male Wistar rats were subjected to surgery for the induction of intestinal ische (more) mia followed by reperfusion. HBOT was provided before and/or after intestinal ischemia. Cell viability in the intestinal tissue was assessed using the MTT assay and by measuring serum malondealdehyde (MDA). Microvascular density and apoptosis were evaluated by immunohistochemistry. RESULTS: The results indicate that HBOT treatment pre- and post-ischemia reduces lesion size to the intestinal tissue. This treatment increases cell viability and reduces the activation of caspase-3, which is associated with increased number of tissue CD34 cells and enhanced VEGF expression. CONCLUSION: The hyperbaric oxygen therapy can limit tissue damage due to ischemia/reperfusion injury, by inducing reparative signaling pathways.

Daniel, Rosemary Aparecida Furlan; Cardoso, Vinícius Kannen; Góis Jr, Emanuel; Parra, Rogério Serafim; Garcia, Sérgio Britto; Rocha, José Joaquim Ribeiro da; Féres, Omar

2011-12-01

214

Isquemia silenciosa na doença coronariana estável em vigência de tratamento medicamentoso Silent myocardial ischemia in patients with stable coronary artery disease receiving conventional antianginal drug therapy  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available FUNDAMENTO: Existem poucos dados sobre comportamento da isquemia miocárdica às atividades habituais na vigência da medicação em pacientes com doença coronariana. OBJETIVO: Estudar mecanismo gerador da isquemia miocárdica avaliando-se o comportamento da pressão arterial e da freqüência cardíaca em pacientes com doença aterosclerótica estável, medicados e com evidência de isquemia. MÉTODOS: Cinqüenta pacientes (40 homens) realizaram ambulatorialmente por 24 horas a monitorização eletrocardiográfica sincronizada com a monitorização da pressão arterial. RESULTADOS: Em 17 pacientes detectaram-se 35 episódios de isquemia miocárdica, com duração total de 146,3 minutos, ocorrendo relato de angina em cinco casos. Houve 29 episódios (100,3 minutos) durante o período de vigília, com 11 episódios (35,3+3,7 min) no período das 11 às 15 horas. A avaliação da pressão arterial e freqüência cardíaca nos três intervalos de 10 minutos posteriores ao momento de isquemia mostrou diferença estatisticamente significante (pBACKGROUND: Few data are available on the behavior of myocardial ischemia during daily activities in patients with coronary artery disease receiving antianginal drug therapy. OBJECTIVE: To study the mechanism generating myocardial ischemia by evaluating blood pressure and heart rate changes in patients with stable atherosclerotic disease receiving drug therapy and with evidence of myocardial ischemia. METHODS: Fifty non-hospitalized patients (40 males) underwent 24-hour electrocardiographic monitoring synchronized with blood pressured monitoring. RESULTS: Thirty five episodes of myocardial ischemia were detected in 17 patients, with a total duration of 146.3 minutes; angina was reported in five cases. Twenty nine episodes (100.3 minutes) occurred during wakefulness, with 11 episodes (35.3 + 3.7 min) in the period from 11 a.m. to 3 p.m. Blood pressure and heart rate evaluation in the three ten-minute intervals following the ischemic episodes showed a statistically significant difference (p< 0.05), unlike that shown for the three intervals preceding the episodes. However, during the ischemic episode, a higher than 10-mmHg elevation in blood pressure and 5 beats per minute in heart rate were observed when compared with the time interval between 20 and 10 minutes before the episode. The mean heart rate at the onset of ischemia during the exercise test performed before the study was 118.2 + 14.0, and 81.1 + 20.8 beats per minute on the 24-hour electrocardiogram (p < 0.001). CONCLUSION: The incidence of silent myocardial ischemia is high in stable coronary artery disease and is related to alterations in blood pressure and heart rate, with different thresholds for ischemia for the same patient.

João Fernando Monteiro Ferreira; Luiz Antonio Machado César; César J. Gruppi; Dante M. A. Giorgi; Whady A. Hueb; Antonio P. Mansur; José A. F. Ramires

2007-01-01

215

Hydrocortisone decreases apoptosis in jejunum of horses subjected to experimental ischemia and reperfusion/ Hidrocortisona diminui a apoptose no jejuno de equinos sujeitos a isquemia e reperfusão experimentais  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese Com o objetivo de avaliar o efeito da hidrocortisona sobre a apoptose no jejuno de equinos submetidos à is-quemia e reperfusão, dez cavalos foram agrupados em dois grupos: tratado (n=5) e não-tratado (n=5). Foi utilizado um segmento do jejuno como controle (C) e outro foi submetido a isquemia venosa (VIsc) por 2h seguida de 2 ou 12 h de re-perfusão. Amostras de C foram coletadas no tempo zero (antes da isquemia) e amostras de VIsc foram coletadas após 2h de isquemia (more) e a 2 e 12h de reperfusão. Células apoptóticas TUNEL positivas foram contadas em 10 campos microscópicos da mucosa na região das criptas de cada animal em cada tempo. Após 12h de reperfusão, o número de células apoptóticas no grupo tratado foram significativamente menores do que no grupo não-tratado, indicando que a hidrocortiso-na inibe a apoptose. Esses resultados mostram que a hidro-cortisona tem efeito benéfico favorecendo a manutenção da integridade do jejuno em cavalos com lesão de isquemia e reperfusão por prevenir a morte celular por apoptose. Abstract in english In order to evaluate the effect of hydrocortisone on apoptosis in the jejunum of horses subjected to ischemia and reperfusion, ten horses were paired and grouped into two groups - treated (n=5) and non treated (n=5). Segments of the jejunum were used as controls (C), or as venous ischemia (VIsc), which were subjected to 2h of ischemia followed by 2 or 12h of reperfusion. C samples were collected at time zero (prior to ischemia) and VIsc samples were collected at 2h of isc (more) hemia and at 2 and 12h of reperfusion. TUNEL positive apoptotic cells were counted in 10 microscopical fields in deep mucosa from each horse throughout the time course. After 12h of reperfusion, the number of apoptotic cells in treated group were significantly lower than in untreated animals, indicating that hydrocortisone inhibits apoptosis. These results indicate that hydrocortisone has a beneficial effects favoring the maintenance of jejunal integrity in horses with ischemia and reperfusion injuries by preventing apoptotic cell death.

Alves, Geraldo Eleno S.; Mendes, Heloisa M.F.; Alves, Tiago G.S.; Faleiros, Rafael R.; Vasconcelos, Anilton C.; Santos, Renato L.; Rio Tinto, Jorge J.M.

2011-06-01

216

Isquemia e reperfusão de músculo sóleo de ratos sob ação da pentoxifilina/ Ischemia and reperfusion of the soleus muscle of rats with pentoxifylline  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese CONTEXTO: A reperfusão de músculo esquelético piora as lesões já presentes no período de isquemia, pois a produção de espécies reativas de oxigênio, associadas à intensa participação de neutrófilos, amplia a reação inflamatória que induz alterações teciduais. OBJETIVO: Avaliar as alterações morfológicas e imuno-histoquímicas de músculo esquelético (sóleo) de ratos submetidos a isquemia e reperfusão com pentoxifilina. MÉTODOS: Sessenta ratos for (more) am submetidos a isquemia do membro pélvico, por 6 horas, pelo clampeamento da artéria ilíaca comum esquerda. Após isquemia, os animais do grupo A (n = 30) foram observados por 4 horas, e os do grupo B (n = 30), por 24 horas. Seis animais constituíram o grupo simulado. Administrou-se pentoxifilina apenas no período de reperfusão em A2 (n = 10) e B2 (n = 10) e nos períodos de isquemia e reperfusão em A3 (n = 10) e B3 (n = 10). O músculo sóleo foi avaliado por análise histológica (dissociação de fibras, infiltrado leucocitário, necrose) e imuno-histoquímica (apoptose pela expressão da caspase-3). Foram aplicados os testes não-paramétricos de Kruskal-Wallis e Mann-Whitney (p Abstract in english BACKGROUND: Reperfusion of the skeletal muscle worsens existing lesions during ischemia, since the production of reactive oxygen species, associated with intense participation of neutrophils, increases the inflammatory reaction that induces tissue changes. OBJECTIVE: To evaluate the morphological and immunohistochemical changes of the skeletal (soleus) muscle of rats submitted to ischemia and reperfusion with pentoxifylline. METHODS: Sixty rats were submitted to ischemia (more) of the pelvic limb for 6 hours induced by clamping the left common iliac artery. After ischemia, group A animals (n = 30) were observed for 4 hours and group B animals (n = 30) for 24 hours. Six animals constituted the sham group. Pentoxifylline was applied only in the reperfusion period A2 (n = 10) and B2 (n = 10), and in ischemia and reperfusion periods in A3 (n = 10) and B3 (n = 10). The soleus muscle was evaluated by histological (fiber disruption, leukocyte infiltrate, necrosis) and immunohistochemical (apoptosis through caspase-3 expression) analysis. The non-parametric tests Kruskal-Wallis and Mann-Whitney (p

Brasileiro, José Lacerda; Fagundes, Djalma José; Miiji, Luciana Odashiro Nakao; Oshima, Celina Tizuko Fujiama; Teruya, Roberto; Marks, Guido; Inouye, Celso Massaschi; Santos, Maldonat Azambuja

2007-03-01

217

Postconditioning effect in the hepatic ischemia and reperfusion in rats/ Efeito do pós-condicionamento isquêmico sobre a isquemia e reperfusão hepática em ratos  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese OBJETIVO: Avaliar o efeito do pós-condicionamento isquêmico na proteção tecidual hepática de ratos submetidos à isquemia e reperfusão. MÉTODOS: Foram utilizados 25 ratos da linhagem Wistar provenientes do Biotério da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, distribuídos em três grupos: A) grupo isquemia/reperfusão (I/R) (10 ratos), em que foi realizada isquemia e reperfusão hepática pela aplicação e retirada de clampe do hilo hepático durante 30 e 60 m (more) inutos, respectivamente; B) grupo pós-condicionamento isquêmico (PoCI) (10 ratos), em que foi realizado procedimento semelhante ao anterior, exceto pela realização do pós-condicionamento isquêmico entre as fases de isquemia e reperfusão, consistindo na retirada e colocação do clampe do hilo hepático por 30 segundos cada fase, durante 3 ciclos; grupo C (Sham) (5 ratos), em que realizou-se apenas laparotomia e manipulação do hilo hepático. Foram analisados os espécimes (avaliação histológica), dosagem sorológica de AST e ALT. RESULTADOS: No grupo Sham não se observou alterações histológicas nem enzimáticas; no grupo A a média de lesão tecidual foi 1,6 e no grupo B 1,1 (p=0,014). No grupo A a média de ALT foi 355U/l e no grupo B 175,9U/l (p=0,016). A média de AST foi de 582,8U/l no grupo A e 295,5U/l no grupo B (p=0,001). CONCLUSÃO: O pós-condicionamento isquêmico foi capaz de minimizar a intensidade das lesões hepáticas de ratos submetidos à isquemia e reperfusão. Abstract in english PURPOSE: To evaluate the effect of postconditioning protection in liver tissue of rats submitted to ischemia and reperfusion. METHODS: 25 Wistar male rats were randomized in three groups: Group A (ischemia and reperfusion - I/R), with 10 rats, which was made ischemia by vascular clamp application in hepatic hilum for 30 minutes and reperfusion for 60 minutes by removal of the clamp; Group B (Postconditioning - IPo), with 10 rats, with same procedure plus postconditioning (more) (3 cycles of reperfusion inserted by 3 cycles of ischemia, 30 seconds for each phase, between ischemia and reperfusion phases); and Group C (Sham), with 5 rats, which took place only laparotomy and manipulation of the hepatic hilum. Specimens were examined (histological evaluation) and dosage of serum AST and ALT was made. The statistical analysis was made with t Student test, with significant difference when p

Santos, Carlos Henrique Marques dos; Pontes, José Carlos Dorsa Vieira; Miiji, Luciana Nakao Odashiro; Nakamura, Diogo Iengo; Galhardo, Cesar Augusto Vendas; Aguena, Sandra Maura

2010-04-01

218

Effect of glutamine on the mRNA level of key enzymes of malate-aspartate shuttle in the rat intestine subjected to ischemia reperfusion/ Efeito da glutamina sobre o nível de RNA Mensageiro das enzimas-chave do ciclo malato-aspartato no intestino de ratos submetidos à isquemia e reperfusão  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese OBJETIVO: Determinar os efeitos da administração oral de L-glutamina (L-Gln) e do dipeptídeo L-alanil-glutamina (L-Ala-Gln) sobre a atividade do ciclo malato-aspartato no intestino delgado distal de ratos após isquemia/reperfusão. MÉTODOS: Setenta e dois ratos Wistar (350-400g) foram randomizados em 2 grupos (n = 36): T grupo S (Sham) e grupo (Tratamento) e distribuídos em 12 subgrupos (n = 6): A-A6, e B1-B6. Os subgrupos A1-A3 foram submetidos a procedimentos "sha (more) m" aos 30 e 60 minutos. Trinta minutos antes do estudo, os ratos foram tratados com caseinato de cálcio, 0,5 g/kg (subgrupos A1, A4, B1 e B4), L-Gln, 0,5 g/kg (subgrupos A2, A5, B2 e B5) ou L-Ala -Gln, 0,75g/kg (subgrupos A3, A6, B3, B6), administrado por gavagem. A isquemia foi obtida por pinçamento dos vasos mesentéricos, delimitando um segmento do intestino cinco centímetros de comprimento e 5 cm da válvula ileocecal. Amostras foram coletadas aos 30-60 minutos para ensaio de PCR em tempo real das enzimas malato desidrogenases (MDH1-2), aspartato-aminotransferase (GOT1-2). RESULTADOS: A expressão de MDH e GOT mRNA nas amostras provenientes do intestino delgado de ratos pré-condicionados com L-Gln ou L-Ala-Gln não apresentou diferenças significativas, tanto durante a isquemia como na fase inicial de reperfusão. CONCLUSÃO: Ativação do ciclo malato-aspartato não parece ser o mecanismo de elevação glutamina-mediada da oxidação da glicose no intestino de ratos durante a isquemia / reperfusão. Abstract in english PURPOSE: To determine the effects of oral L-glutamine (L-Gln) and the dipeptide l-alanyl-glutamine (L-Ala-Gln) upon the activity of the malate-aspartate shuttle in the rat distal small intestine following ischemia and reperfusion. METHODS: Seventy-two Wistar rats (350-400g), were randomized in 2 groups (n = 36): group S (Sham) and Group T (Treatment) and divided into 12 subgroups (n = 6): A-A6, and B1-B6. The subgroups A1-A3 were subjected to sham procedures at 30 and 60 (more) minutes. Thirty minutes before the study, rats were treated with calcium caseinate, 0.5g/Kg (subgroups A1, A4, B1, B4), L-Gln, 0.5g / kg (subgroups A2, A5, B2 and B5) or L-Ala-Gln, 0.75g/Kg (subgroups A3, A6, B3, B6), administered by gavage. Ischemia was achieved by clamping the mesenteric vessels, delimiting a segment of bowel 5 cm long and 5 cm apart from the ileocecal valve. Samples were collected 30 and 60 minutes after start of the study for real-time PCR assay of malate dehydrogenases (MDH1-2) and aspartate-aminotransferases (GOT1-2) enzymes. RESULTS: Tissue MDH and GOT mRNA expression in intestinal samples from rats preconditioned with either L-Gln or L-Ala-Gln showed no significant differences both during ischemia and early reperfusion. CONCLUSION: Activation of the malate-aspartate shuttle system appears not to be the mechanism of glutamine-mediated elevation of glucose oxidation in rat intestine during ischemia/reperfusion injury.

Vasconcelos, Paulo Roberto Cavalcante de; Costa Neto, Claudio Duarte da; Vasconcelos, Raquel Cavalcante de; Souza, Pedro Paulo Chaves de; Vasconcelos, Paulo Roberto Leitão; Guimarães, Sérgio Botelho

2011-01-01

219

Papel do exercício físico na isquemia/reperfusão pulmonar e resposta inflamatória Role of exercise training on pulmonary ischemia/reperfusion and inflammatory response  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available O avanço tecnológico associado aos novos conhecimentos científicos tem proporcionado melhora na prevenção e/ou tratamento das complicações cardiorrespiratórias advindas de cirurgias cardiotorácicas e procedimentos envolvendo isquemia/reperfusão (IR), mas os riscos destes procedimentos ainda permanecem altos. Assim, medidas profiláticas que possam reduzir o aparecimento das complicações pós-cirúrgicas em pacientes devem ser investigadas. O exercício físico aeróbio de moderada intensidade tem sido recomendado como terapia não farmacológica tanto na prevenção como no tratamento de diversas doenças cardiovasculares e endócrino-metabólicas. Assim, o objetivo desse trabalho foi realizar uma revisão de literatura sobre os mecanismos pelos quais o processo de IR pulmonar promove lesão local e sistêmica de órgãos, e o papel dos mediadores inflamatórios na IR pulmonar. Além disso, essa revisão abordará a influência do exercício físico moderado como abordagem profilática nas complicações advindas da IR pulmonar. Essa revisão evidencia a escassez de trabalhos na área e a necessidade de maiores estudos enfocando o preparo físico dos pacientes a serem submetidos à cirurgia cardiotorácica. Trabalhos pioneiros foram desenvolvidos em modelos animais, demonstrando a importância do exercício físico na redução da resposta inflamatória induzida pelo procedimento de IR pulmonar. Conclui-se que o preparo pré-cirúrgico dos pacientes deve envolver equipe multidisciplinar da área de saúde, com inclusão de profissional de educação física, para que a prescrição do exercício físico seja individualizada e supervisionada. Além disso, esse preparo pré-cirúrgico poderá propiciar redução das complicações advindas do processo operatório, redução do período de internação hospitalar e, consequentemente, melhora na recuperação do paciente, acarretando ainda menores gastos para o sistema de saúde. Foram utilizadas como referências publicações em inglês e português de artigos científicos nas bases de dados SciELO e MEDLINE (de 1987 até 2008) e também textos clássicos relacionados ao tema.Advances in new technologies associated with improvement of knowledge in medicine have promoted important development in therapeutic and preventive approaches in an attempt to diminish complications following cardiothoracic process involving ischemia/ reperfusion (IR). Nevertheless, postoperative pulmonary injuries remain high and are considered one of the most frequent complications after cardiothoracic surgery. Thus, new strategies with prophylactic actions are crucial in cardiovascular area in an attempt to reduce complications and to improve patient life. It is well documented that exercise training is a non-pharmacological tool to prevent and/or treat cardiovascular and endocrine-metabolic diseases. The aim of this review was to provide an update of several studies pulmonary IR process and its local and systemic complications and the role of inflammatory response. Furthermore, this review focused on the effects of exercise training on the pulmonary IR as an important strategy to diminish its complications. This review shows that few studies exist regarding the health-promoting physical exercise in cardiothoracic surgery and how important is necessary to increase studies in this area. Recently, studies from our laboratory showed beneficial effects of exercise training in experimental model of pulmonary IR. Collectively, data show that physical preconditioning for patients is very important approach to reduce postsurgical complications as well as diminish the time of hospitalization which includes a specialized personal trainer in the health team. Moreover, this preventive strategy might improve patient recovery and would lead to consuming less resources of the health care system. This review included experimental studies in English and Portuguese found in SciELO and MEDLINE (from 1987 to 2008) and also classics texts related to the title.

Maria Andréia Delbin; Edson Antunes; Angelina Zanesco

2009-01-01

220

Análisis comparativo de marcadores de lesión en modelos de isquemia cerebral focal y global en ratas/ Injury markers in two models of cerebral ischemia  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in spanish Introducción. Los indicadores espacio-temporales de lesión son esenciales en el estudio neuropatológico y terapéutico de la isquemia cerebral. Objetivo. Optimizar la técnica de dos modelos de isquemia cerebral (focal y global) y hacer un análisis comparativo de la progresión del daño cerebral, mediante marcadores de neurodegeneración. Materiales y métodos. Se sometieron ratas Wistar a oclusión temporal de la arteria cerebral media o a oclusión de cuatro vasos, (more) y se evaluaron comparativamente el tiempo quirúrgico, la tasa de supervivencia y la recuperación neurológica. Se utilizó trifenilo de tetrazolio para establecer la distribución del infarto y tinción con Fluoro - Jade B ® como marcador de neurodegeneración. La inmunorreacción de la astroglía se evaluó con el anticuerpo contra la proteína acídica fibrilar de la glía ( Glial Fibrillary Acidic Protein, GFAP) y el anticuerpo AT-8 contra la proteína tau hiperfosforilada, 24, 48 y 72 horas después de la isquemia. Resultados. Los modelos de isquemia utilizados requirieron menor tiempo quirúrgico y hubo menor riesgo de muerte, respecto a estudios previos. En el modelo focal, las células positivas con Fluoro - Jade B ® y los astrocitos reactivos, se evidenciaron en corteza e hipocampo a las 24 horas después de la isquemia. En el modelo global, se observó tinción Fluoro - Jade B ® positiva a las 24 horas, aumentando significativamente la reacción de la GFAP a las 72 horas en corteza y a las 48 horas en el hipocampo. La reacción contra la proteína tau hiperfosforilada aumentó progresivamente y fue máxima a las 72 horas en ambos modelos. Conclusiones. Los dos modelos de isquemia cerebral, oclusión temporal de la arteria cerebral media y oclusión de cuatro vasos, fueron optimizados. En estos modelos, los marcadores la tinción Fluoro - Jade B ® y la GFAP permitieron detectar procesos de neurodegeneración 24 horas después de la isquemia, en tanto el marcador de proteína tau hiperfosforilada (AT-8) incrementó progresivamente su reacción hasta las 72 horas, lo cual sugiere la propagación de la excitotoxicidad y la alteración de enzimas implicadas en la fosforilación de proteínas del citoesqueleto. Abstract in english Introduction: Spatio-temporal indicators of injury are essential for the study of neuropathological processes and for developing therapeutic approaches for stroke. Objective: This study sought to optimize the techniques of two cerebral ischemia models (focal and global) and to comparatively evaluate the progression of brain damage by analyzing markers of neurodegeneration. Materials and methods: Wistar rats were subjected to temporary occlusion of the middle cerebral arte (more) ry (t-MCAO) or four-vessel occlusion (4-VO), and surgical time, survival rate and neurological recovery were comparatively evaluated. Triphenyl tetrazolium was used to determine the distribution of the infarction, and Fluoro-Jade B was used as a marker of neurodegeneration. Astroglial immunoreactivity was assessed with an anti-glial fibrillary acidic protein (GFAP) antibody, and an anti-AT-8 antibody was used to detect hyperphosphorylated tau protein at 24, 48 and 72 hours post-ischemia. Results: The cerebral ischemia models employed (t-MCAO and 4-VO) required less surgical time and presented less of a death risk compared to those in previous studies. In the focal model, Fluoro-Jadepositive cells and reactive astrocytes were observed in the cerebral cortex and the hippocampus at 24 hours post-ischemia. In the global model, we observed Fluoro-Jade-positive cells at 24 hours, and a significant increase in the reactivity of GFAP was observed at 72 hours in the cortex and at 48 hours in the hippocampus. The immunoreactivity of hyperphosphorylated tau protein increased progressively, reaching a maximum at 72 hours post-ischemia in both models. Conclusions: These results suggest that in the t-MCAO and 4-VO ischemia models, the expression of Fluoro-Jade and GFAP indicates early neurodegeneration at 24 ho

Céspedes, Ángel Enrique; Arango, César Augusto; Cardona, Gloria Patricia

2013-06-01

 
 
 
 
221

Avaliação bioquímica dos efeitos do pré-condicionamento isquêmico após isquemia e reperfusão hepática em ratos Biochemical assessment of ischemic preconditioning after hepatic ischemia and reperfusion in rats  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available OBJETIVO: Comparar a lesão hepatocelular ocasionada pelo emprego do pré-condicionamento isquêmico e de duas outras modalidades de clampeamento tríade portal: clampeamento contínuo e intermitente. MÉTODO: Quarenta ratos Wistar foram divididos em quatro grupos de 10 animais cada. No Grupo Sham nenhuma espécie de clampeamento foi adotada. Nos outros três, provocamos isquemia de quarenta minutos por meio do clampeamento do pedículo hepático. No Grupo I esta isquemia foi contínua. No Grupo II, também contínua, mas precedida de cinco minutos de isquemia e 10 minutos de reperfusão (précondicionamento isquêmico). No Grupo III foi realizada isquemia intermitente em ciclos de 10 min de isquemia e cinco minutos de reperfusão. Para avaliar a lesão hepatocelular foi adotada a dosagem de transaminase glutâmico oxalacética (TGO), glutâmico pirúvica (TGP) e lactato desidrogenase (LDH), aferidas no início e no final dos procedimentos. RESULTADOS: Não houve diferença estatística nos valores basais das enzimas estudadas, demonstrando uniformidade nos grupos. Os quatro grupos apresentaram variação significativa de todas as enzimas entre os dois momentos de coleta, porém de forma diferenciada. A variação no Grupo Sham foi menor que a do grupo II. Este foi semelhante ao grupo III e em todos a elevação foi significativamente menor que no grupo I (D do Sham CONCLUSÕES: Em ratos Wistar o clampeamento contínuo do pedículo hepático, precedido de um ciclo de cinco minutos de isquemia e 10 minutos de reperfusão (pré-condicionamento isquêmico) provoca menor lesão hepática do que o clampeamento contínuo e apresenta resultados comparáveis aos obtidos através da utilização do clampeamento intermitente, em fígados normais submetidos a um período de isquemia hepática de 40 minutos e um tempo total de cirurgia de 60 minutos.BACKGROUND: To compare the hepatocyte injury due to the employment of previous ischemic conditioning and two other commonly used maneuvers for clamping the portal triad : continuous clamping and intermittent clamping. METHODS: 40 Wistar rats were divided in 4 groups .On the SHAM group, no clamping was performed. On the other 3 groups , a 40 minutes ischemia was induced by clamping the portal triad. On the Group I we performed a continuous ischemia . On the Group II , before the continuous clamping , a 5 minutes ischemia and a 10 minutes reperfusion was performed (i.e. previous ischemic conditioning).On Group III an intermittent clamping was performed in a 10 minutes ischemia and 5 minutes reperfusion cycle. In order to assess the hepatocyte injury, the Oxalacetic transaminase (SGOT), the pyruvic transaminase (SGPT) , as well the lactic desidrogenase (LDH) were titled before and after the procedures. RESULTS: There was no difference between the values of the starting samples on all the groups , revealing the uniformity of them. The four groups presented significant differences in the starting and ending samples. The odds of SHAM group were lesser significant then in the Group II , that was similar to the group III and in all the groups the rising was significant lower then the Group I (? SHAM < ? Group II = ? Group III < ? Group I). CONCLUSION: On Wistar rats , the continuous clamping after the previous ischemic conditioning , induced a minor hepatocyte injury in comparison to the continuous clamping alone and is similar to the intermittent clamping in normal livers, submitted to 40 minutes of hepatic clamping in a whole 60 minutes procedure.

Fábio Neves da Silva; Ricardo Antonio Refinetti; José Marcus Raso Eulálio

2006-01-01

222

Efeitos da titulação de doses no perfil de tolerabilidade de Tramadol de liberação prolongada* em pacientes com dor crônica não-oncológica Effects of dose titration on the tolerability profile of sutained-release Tramadol in patients with non-oncologic chronic pain  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Este estudo multicêntrico teve por objetivo comparar os efeitos de dois esquemas posológicos no perfil de tolerabilidade do tramadol de liberação prolongada em pacientes com dor crônica não-oncológica. A casuística envolveu 189 pacientes com idade entre 14 e 75 anos, divididos em 2 grupos aleatoriamente: grupo A com 96 e o grupo B com 93 pacientes que receberam a medicação do estudo por 15 dias. O grupo A utilizou uma dose inicial de tramadol de liberação prolongada de 50mg a cada 12 horas por 3 a 7 dias, passando para uma dose de manutenção de 100mg a cada 12 horas até o 15º dia. O grupo B fez uso de uma dose padronizada de 100mg a cada 12 horas de tramadol de liberação prolongada durante os 15 dias do estudo. Os aspectos analisados foram o tipo de dor crônica não-oncológica, a intensidade da dor através da escala visual analógica, a aderência ao tratamento prescrito, a necessidade do uso da medicação de resgate, os efeitos adversos, a avaliação global da eficácia pelo médico e pelo paciente, bem como a tolerabilidade global na opinião do médico e do paciente. A dor de origem músculo-esquelética, definida como dor muscular com suas inserções no osso, foi a mais freqüente com 45,8% dos casos no grupo A, enquanto a dor osteoarticular foi a mais observada no grupo B (47,3%). Verificou-se uma melhora altamente significante tanto intra grupos como entre grupos, quanto à intensidade da dor, com redução de 67% em ambos os grupos. No grupo A, 77,1% dos pacientes cumpriram adequadamente o tratamento prescrito e no grupo B, a proporção foi de 75,3%, não havendo diferença estatisticamente significativa entre os grupos. Os grupos foram semelhantes entre si quanto à utilização da medicação de resgate, onde apenas 9,7% dos pacientes do grupo A e 15,1% do grupo B necessitaram-na durante o período do estudo. Não houve diferença significante na freqüência de eventos adversos nos dois grupos ( 30,2% e 36,6% respectivamente). Nos pacientes cuja dose final foi de 200mg/dia, a avaliação global da eficácia foi considerada boa e excelente pelos investigadores no grupo A em 86,7% dos pacientes e no grupo B o resultado foi de 78,8%. Os pacientes do grupo A consideraram a avaliação global da eficácia como boa e excelente em 88,9% e no grupo B 78,8%. A tolerabilidade da droga foi considerada entre boa e excelente pelos investigadores no grupo A em 86% e no grupo B o resultado foi de 77,2%. Os pacientes consideraram a tolerabilidade da droga como boa e excelente no grupo A em 77,4% e no grupo B o resultado foi de 71,5%. Em conclusão, os dois grupos de tratamento foram estatisticamente semelhantes em relação a todos os parâmetros estudados, com exceção da intensidade da dor, a qual foi inicialmente maior no grupo B, sendo equivalente em ambos os grupos ao final do estudo. Houve uma tendência favorável, porém não significante, ao esquema terapêutico de titulação de doses.The main objective of this multicentric study was to compare the effects of two posologic schemes on the safety profile of slow-release tramadol in patients with non-oncological chronic pain. One hundred, eighty nine patients aged between 14 and 75 years were enrolled and divided in two groups at random : group A, with 96 and group B with 93 patients which received the study medication for 15 days. Group A received an initial dose of slow release tramadol of 50mg twice a day for 3 to 7 days, and then using 100mg twice a day until day 15. Group B received a standard dose of slow release tramadol 100mg bid during the study period. The parameters analised were: type of non-oncological chronic pain, intensity of pain assessed by means of a Visual Analogue Scale, the compliance to the prescribed treatment, requirement of rescue medication, adverse events, global assessment of efficacy by the investigators and patients as well as global assessment of tolerability by the investigators and patients. Musculoeskeletal pain, defined as muscular pain and its bone insertions, was the most frequent type i

Antônio Carlos Camargo Amaral Filho; Luiz Roberto Stigler Marczyk

2003-01-01

223

Uso do propranolol de ação prolongada em 40 pacientes com tremor essencial e virgens de tratamento: um ensaio clínico não controlado  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available O tremor essencial (TE) é o distúrbio do movimento mais frequente. Entre os tratamentos de primeira escolha está o uso de beta-bloqueadores. O objetivo deste trabalho é relatar os resultados do uso de propranolol de ação prolongada (PAP) em 40 pacientes com TE e virgens de tratamentos anteriores. MÉTODO: 40 pacientes com TE foram submetidos a um protocolo de avaliação pré-estabelecido em que constavam escalas de classificação para o tremor e escalas de avaliação da severidade do tremor. Todos os pacientes foram submetidos a avaliação inicial e após 1 mês de tratamento. RESULTADOS: com relação ao tipo de tremor, 36 pacientes (90% do total) tinham o tipo 2; os tipos 3 e 4 ocorreram em dois pacientes cada (10% do total). Houve história familiar de tremor em 25 casos (62,5%). A média de idade dos pacientes foi 43,1 anos e a média de idade de início dos sintomas foi 27,4 anos. Dos 40 indivíduos avaliados, 33 ou 82,5% apresentaram algum grau de melhora com PAP; em 52,5 % a melhora foi considerada ótima ou boa. CONCLUSÃO: o PAP mostrou ser uma medicação adequada para o tratamento do TE nesta amostra de 40 pacientes avaliados.

Troiano André R.; Teive Hélio A.G.; Fabiani Giórgio B.; Zavala Jorge A.A.; Sá Daniel S.; Germiniani Francisco M.B.; Camargo Carlos Henrique F.; Werneck Lineu C.

2004-01-01

224

Cyclosporine action on kidneys of rats submitted to normothermic ischaemia and reperfusion/ Ação da ciclosporina em rins de ratos submetidos à isquemia normotérmica e reperfusão  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese OBJETIVO: Verificar se a ciclosporina A (CsA) afeta a lesão provocada pela isquemia seguida de reperfusão em rins de ratos. MÉTODOS: Ratos Wistar machos foram separados em grupos: 1 grupo controle (GS) e 2 grupos experimentais (G1 e G2). O G1 foi dividido em G1A - isquemia de 60 minutos; e G1C - isquemia de 60 minutos associada a 20 mg/kg/dia de CsA. O G2 foi dividido em G2C semelhante ao G1, exceto pelo tempo de isquemia de 40 minutos. A isquemia renal foi provocada p (more) elo pinçamento da artéria renal esquerda, após o procedimento, foi realizada a nefrectomia direita. Dosagem de uréia e creatinina séricos foram feitos no dia da cirurgia (D0) e no dia seguinte (D1). Após 24 horas de reperfusão o rim esquerdo foi removido para análise histológica. RESULTADOS: No GS não foram observados alterações de uréia e creatinina em D0 e D1, tampouco alterações estruturais. A comparação entre GS e G2C não mostrou diferença na função renal (p>0,05); o grau de lesão tecidual foi menor em G2C do que nos demais grupos experimentais. CONCLUSÃO: A CsA protegeu a função renal e reduziu a lesão tecidual em rins de ratos submetidos a 40 minutos de isquemia. Abstract in english PURPOSE: To verify if rat kidneys lesioned by ischaemia followed by reperfusion are affected by cyclosporine A (CsA). METHODS: Male Wistar rats were randomly divided into three groups, control (GS) and experimental (G1 and G2). G1 was subdivided in two: G1A composed of animals submitted to 60 minutes ischaemia and G1C with the same ischaemic procedure associated to 20 mg/kg/day CsA. Group G2 was subdivided and treated in the same way as G1 except that ischaemia was applie (more) d only for 40 minutes. Clamping the left renal artery followed by right side nephrectomy induced kidney ischaemia. Serum urea and creatinine were quantified on the day of surgery (D0) and in the following day (D1). Twenty four hours after reperfusion the left kidney was removed and histologically analyzed. RESULTS: Group GS had normal values for urea and creatinine both on D0 and D1 and did not show structural alterations. Renal function was not significantly different when G2C was compared to GS (p>0.05). Tissue lesions were smaller in G2C than in the other groups. CONCLUSIONS: Renal function was protected by CsA, which also reduced tissue lesions in the kidneys of rats submitted to 40 minutes ischaemia.

Cologna, Adauto José; Lima, Lucy Vieira da Silva; Tucci Jr., Silvio; Suaid, Haylton Jorge; Reis, Rodolfo Borges; Tirapelli, Luis Fernando; Rodrigues Jr., Antônio Antunes; Martins, Antonio Carlos Pereira

2008-01-01

225

Factores de riesgo de la ventilación mecánica prolongada de niños con cirugía cardíaca/ Risk factors for prolonged mechanical ventilation after cardiac surgery in children  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in spanish Objetivo. Estudiar los factores postoperatorios que influyen en la prolongación de la ventilación mecánica en niños sometidos a cirugía cardíaca. Diseño. Estudio prospectivo observacional. Ámbito. Unidad de cuidados intensivos pediátricos (UCIP). Pacientes. Cincuenta y nueve niños de edades entre 2 meses y 14 años sometidos a cirugía cardíaca. Variables de interés. Se estudiaron los factores postoperatorios que se relacionaron con la duración de ventilació (more) n mecánica > 3 y > 7 días. Se realizó un estudio de regresión logística multivariable paso a paso para analizar la influencia de cada factor en la ventilación mecánica prolongada. Resultados. Precisaron ventilación mecánica más de 3 días 19 (32%) niños y más de 7 días, 12 (20%). Los factores al ingreso y a las 24 h en la UCIP que se relacionaron con una duración de la ventilación > 3 y > 7 días fueron la edad < 12 meses, el peso < 7 kg, la presencia de complicaciones extrapulmonares (hipotensión, arritmias, sangrado postoperatorio, tórax abierto y alteraciones de la vía aérea), la necesidad de administrar óxido nítrico, la sedación con midazolam > 4 ?g/kg/min o fentanilo > 4 ?g/kg/h y la relajaci?n muscular. En el estudio de regresi?n log?stica, el peso < 7 kg más la presencia de complicaciones extrapulmonares al ingreso en la UCIP predijeron el 82,8% de los niños con ventilación mecánica > 3 días y el 87,9%, > 7 días. Conclusiones. El peso < 7 kg y la presencia de complicaciones extrapulmonares son los factores más importantes de los relacionados con la necesidad de ventilación mecánica prolongada en el postoperatorio de cirugía cardíaca en niños. Abstract in english Objective. To study the postoperative factors associated with prolonged mechanical ventilation after cardiac surgery in children. Design. Prospective observational study. Setting. Pediatric intensive care unit (PICU). Patients. 59 children aged between 2 months and 14 years after cardiac surgery. Variables of interest. We analyzed postoperative parameters associated to mechanical ventilation lasting more than 3 and more than 7 days. We performed a stepwise multiple logist (more) ic regression analysis to study the influence of each factor on prolonged mechanical ventilation. Results. Mechanical ventilation lasted more than 3 days in 19 (32%) children and more than 7 days in 12 (20%). Predictive factors at PICU admission and 24 hours after admission associated with mechanical ventilation at 3 and 7 days were age less than 12 months, weight less than 7 kg, extrapulmonary complications (hypotension, arrhythmias, postoperative bleeding, delayed sternal closure, and airway complications), nitric oxide treatment, midazolam perfusion more than 4 ?g/kg/min or fentanyl perfusion more than 4 ?g/kg/h, and continuous muscle relaxant treatment. In the logistic multiple regression study, weight less than 7 kg and extrapulmonary complications predicted 82.8% of children with mechanical ventilation more than 3 days and 87.9% with mechanical ventilation more than 7 days. Conclusions. Weight less than 7 kg and extrapulmonary complications are the most important factors associated with prolonged mechanical ventilation after cardiac surgery in children.

López-Herce Cid, Jesús; Leyton Avilés, Pablo; Urbano Villaescusa, Javier; Cidoncha Escobar, Elena; Castillo Peral, Jimena del; Carrillo Álvarez, Ángel; Bellón Cano, José María

2008-11-01

226

Utilização da glutamina no tratamento de lesões de isquemia e reperfusão no jejuno em eqüinos/ Use of glutamine to treatment of ischemia and reperfusion lesions in equine jejune  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese Sob anestesia geral e com controle da pressão arterial, 12 eqüinos foram submetidos simultaneamente a modelos de isquemia venosa e distensão intraluminal em segmentos do jejuno por 2 h, seguidos de 12 h de reperfusão. Seis eqüinos foram tratados com glutamina a 2% (50mg/kg) por via intravenosa e seis com solução fisiológica em igual volume, 1 h após o início da isquemia e às 6h de reperfusão. Foram colhidas amostras de tecido intestinal antes e com 2 h de isqu (more) emia e com 2 e 12 h de reperfusão para avaliações histopatológica e ultraestrutural, mensuração da área e número das vilosidades por mm² e atividade de mieloperoxidade (MPO). Não foram encontradas diferenças entre os grupos controle e tratado. Concluiu-se que a glutamina, nas condições deste trabalho, não atenua lesões de isquemia e reperfusão intestinal em eqüinos. Abstract in english Under general anesthesia and arterial pressure control, twelve horses were submitted simultaneously to intraluminal distension and venous ischemia of jejune for 2 hours, followed by 12 hours of reperfusion. Six horses were treated with intravenous 2% glutamine (50mg/kg), and six others were treated with the same volume of saline solution 1h after the beginning of ischemia and 6 hours after reperfusion. Intestinal samples were collected before and after 2 hours of ischemia (more) and after 2 and 12 hours of reperfusion, and were submitted to hystopatological analyses, ultrastructural examination, measurement of area and number of villi per mm², and to myeloperoxidases activity. No statistical differences between the groups were found. It was concluded that glutamine did not attenuate the ischemia and reperfusion lesions under the methodology used in this study.

Pagliosa, Geane Maciel; Alves, Geraldo Eleno Silveira; Faleiros, Rafael Resende; Matos, Jorge Rio Tinto de; Torres, Márcia Bersane; Mendes, Heloísa Maria Falcão; Costa, Renata Sampaio

2009-03-01

227

Isquemia grave de membros inferiores por arterite por HIV/ Severe ischemia of lower limbs due to arteritis caused by HIV infection  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese A isquemia aguda de membros pode se manifestar, embora de forma incomum, como consequência à vasculite associada ao vírus da imunodeficiência humana (HIV). O presente caso descreve a evolução de uma paciente soropositiva para o HIV, que apresentou quadro de isquemia distal bilateral, com diminuição da temperatura de terço distal das pernas e pés, dor intensa, cianose fixa de pododátilos e ausência de pulsos distais. Submetida ao tratamento com terapia trombol? (more) ?tica, apresentou sinais de lesões decorrentes da isquemia e lesão tecidual de reperfusão com perda tecidual em regiões distais dos dedos, porém com melhora dos sinais e sintomas dos membros inferiores. Trata-se de um caso raro na literatura em função da associação da vasculite com o HIV e do acometimento dos vasos distais nos membros inferiores. Entretanto, o conhecimento desta associação é de extrema importância devido à repercussão na vida dos pacientes acometidos. Abstract in english The acute limb ischemia may manifest itself, albeit unusual, as a consequence of vasculitis associated with human immunodeficiency virus (HIV). This case report described a patient seropositive for HIV who developed bilateral distal ischemia with temperature decrease of distal legs and feet, severe pain, cyanosis of fixed toes, and absence of distal pulses. She underwent treatment with thrombolytic therapy, showed signs of injury resulting from ischemia and reperfusion ti (more) ssue injury with tissue loss in the distal regions of the fingers, but with improvement of the signs and symptoms of lower limbs. It is a rare case in literature due to the association of vasculitis with HIV and to the torment of distal vases of the lower limbs. Despite of that, the knowledge of the pathology is extremely important because of the repercussion in the patients' lives.

Pitta, Guilherme Benjamin Brandão; Silva, Cezar Ronaldo Alves; Medeiros, Josué Dantas de; Pitta, Marina Regueira; Lima, Isabela Mariz de; Chioquetta, Rafaela; Gomes, Mayra Macena

2011-12-01

228

Registro Electrónico de Adherencia al Tratamiento de Esquizofrenia en Latinoamérica (e-STAR): Resultados clínicos del uso de risperidona inyectable de liberación prolongada a dos años de seguimiento  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available La esquizofrenia genera elevados costos al sistema de salud. La falta de adherencia al tratamiento es una de las principales causas de recaídas y hospitalizaciones en la esquizofrenia. Lo anterior conduce a un pobre pronóstico y deterioro funcional de los pacientes. La risperidona inyectable de liberación prolongada (RILP) ha demostrado su eficacia en el tratamiento de la esquizofrenia, ofreciendo la posibilidad de que los pacientes tengan una mayor adherencia terapéutica. Objetivo Determinar la eficacia y efecto sobre la funcionalidad y el uso de recursos hospitalarios de la RILP en una muestra de pacientes con esquizofrenia de América Latina a dos años de seguimiento. Método El Registro Electrónico de Adherencia al Tratamiento de Esquizofrenia en Latinoamérica (e-STAR) es un estudio observacional del uso de la RILP en la esquizofrenia. Se reclutaron pacientes de México, Colombia y Brasil. Se registró la información clínica del paciente un año previo al inicio del tratamiento con la RILP y de forma prospectiva cada tres meses hasta cumplir los 24 meses de seguimiento. Se registraron las hospitalizaciones y el esquema de tratamiento con la RILP. La escala de Impresión Clínica Global-Gravedad (CGI-S) se utilizó como indicador de eficacia mientras que la Escala Global de Funcionamiento (GAF) y la Escala de Desempeño Personal y Social (PSP) se utilizaron para evaluar el funcionamiento. Resultados Setenta y tres pacientes completaron los dos años de seguimiento. La proporción de pacientes hospitalizados disminuyó del 16.4 al 4.1% después de dos años de tratamiento con la RILP. El 2.7% descontinuó el tratamiento debido a falta de eficacia. Se observó una mejoría significativa en cuanto a la gravedad del padecimiento y el funcionamiento global. Discusión En la práctica clínica cotidiana, la RILP resulta ser un tratamiento a largo plazo efectivo para la esquizofrenia con el beneficio adicional de una menor utilización de recursos del sistema de salud.

Rogelio Apiquian; Rodrigo Córdoba; Mario Louzã; Ana Fresán

2013-01-01

229

Infección por Bordetella pertussis: Una causa emergente de tos prolongada en adolescentes y adultos Bordetella pertussis infection: An emerging cause of prolonged cough illness in adolescents and adults  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available La tos convulsiva o coqueluche está siendo reconocida cada vez con mayor frecuencia como causa de tos prolongada en adolescentes y adultos. La vacunación sistemática de la población pediátrica ha determinado un cambio en el perfl epidemiológico de la enfermedad, aumentando su prevalencia en la población adulta. Se presenta el caso clínico de una paciente de 45 años, fumadora, enfermera de unidad de hemodiálisis, que consulta por malestar general y tos seca de seis semanas de evolución. La radiografía de tórax era normal y la inmunofuorescencia directa de hisopado nasofaríngeo fue positiva para Bordetella pertussis. A propósito de este caso clínico, revisamos las principales causas de tos crónica: asma bronquial, enfermedad rinosinusal y refujo gastroesofágico; el cuadro clínico, evaluación diagnóstica y tratamiento de la infección por B. pertussis en población adulta.Whooping cough is increasingly recognized as a cause of prolonged cough illness in adolescents and adults. Systematic vaccination has changed its epidemiology, with the majority of cases now primarily affecting adolescents and adults. A 45-year-old female, active smoker, nurse, who works in a dialysis service, presented with a 6-week history of bothersome cough and malaise. Thorax x-ray was normal and direct immunofuorescence of nasopharyngeal swab was positive for Bordetella pertussis. This case illustrates pertussis infection in adulthood. We review the main causes of chronic cough in adults: asthma, chronic rhinosinusitis and gastroesophageal refux; the clinical features, prevalence, diagnostic tools, and management of adult patients with B. pertussis infection to increase awareness of this highly contagious disease.

RODRIGO OSSES A; ORLANDO DÍAZ P; FERNANDO SALDÍAS P

2010-01-01

230

Infección por Bordetella pertussis: Una causa emergente de tos prolongada en adolescentes y adultos/ Bordetella pertussis infection: An emerging cause of prolonged cough illness in adolescents and adults  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in spanish La tos convulsiva o coqueluche está siendo reconocida cada vez con mayor frecuencia como causa de tos prolongada en adolescentes y adultos. La vacunación sistemática de la población pediátrica ha determinado un cambio en el perfl epidemiológico de la enfermedad, aumentando su prevalencia en la población adulta. Se presenta el caso clínico de una paciente de 45 años, fumadora, enfermera de unidad de hemodiálisis, que consulta por malestar general y tos seca de se (more) is semanas de evolución. La radiografía de tórax era normal y la inmunofuorescencia directa de hisopado nasofaríngeo fue positiva para Bordetella pertussis. A propósito de este caso clínico, revisamos las principales causas de tos crónica: asma bronquial, enfermedad rinosinusal y refujo gastroesofágico; el cuadro clínico, evaluación diagnóstica y tratamiento de la infección por B. pertussis en población adulta. Abstract in english Whooping cough is increasingly recognized as a cause of prolonged cough illness in adolescents and adults. Systematic vaccination has changed its epidemiology, with the majority of cases now primarily affecting adolescents and adults. A 45-year-old female, active smoker, nurse, who works in a dialysis service, presented with a 6-week history of bothersome cough and malaise. Thorax x-ray was normal and direct immunofuorescence of nasopharyngeal swab was positive for Bordet (more) ella pertussis. This case illustrates pertussis infection in adulthood. We review the main causes of chronic cough in adults: asthma, chronic rhinosinusitis and gastroesophageal refux; the clinical features, prevalence, diagnostic tools, and management of adult patients with B. pertussis infection to increase awareness of this highly contagious disease.

OSSES A, RODRIGO; DÍAZ P, ORLANDO; SALDÍAS P, FERNANDO

2010-03-01

231

Glial reaction in the hippocampus after global cardiogenic ischemia Reação glial no hipocampo após isquemia global cardiogênica  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Many experimental surgerical procedures have been perfomed in the analyse of the phenomenon of brain trophism and plasticity, however undesirable intercorrence can occour leading to specific changes in the results that should be taken into attention. To study this issue we have promoted a transient cardiogenic interruption of the blood flow together with a transient occlusion of the bilateral common carotid arteries (2VO) in rats and analysed the state of activation of astrocyte and microglia by means of the glial fibrillary acidic protein (GFAP) and OX42 immunohistochemistry, respectively. Rats were submitted to incomplete global cerebral ischemia (IGCI) by occlusion of the bilateral carotid arteries for 30 minutes. During the IGCI surgical, some rats received a higher dose of the chloral hydrate anaesthesia which promoted a cardiogenic interruption of the blood flow (CIBF) for a period of 10 minutes followed by and prompt reperfusion. During that period, animals were submited to a cardiac massage and ventilated. Sham operation were made in control animals. Rats were killed and their brains processed 14 days after the surgery. The animals that have received a IGCI showed a slight astroglial and microglial reaction in all subfields of the hippocampal formation, however the animal submitted to CIBF showed a massive infiltration of the reactive astrocyte and microglia in CA1 subfield. This results demonstrated that a transient occlusion of the bilateral common carotid arteries leads to activation of glial cells in the hippocampus, however this response can be remarkable changed in animal developing a transient systemic hypoperfusion during surgery. Thus, an accurated monitoration of the hemodinamic condition of the animal has to be done in experimental models of brain ischemia and the results have to be analysed in view of this aspect.Muitos procedimentos experimentais são desenvolvidos para analisar o fenômeno do trofismo e plasticidade cerebral. Entretanto, eventos indesejáveis durante os procedimentos cirúrgicos podem ocorrer promovendo mudanças específicas nos resultados que devem ser levadas em consideração. Para estudar possibilidade, interrupção cardiogênica transitória do fluxo sangüíneo junto com a oclussão bilateral transitória das artérias caróridas comum (2VO) foi realizada em ratos e o estado de ativação de astrócitos e microglia foi analisado através da imunohistoquímica da proteína fibrilar ácida glial (GFAP) and OX42, respectivamente. Os ratos foram submetidos à isquemia cerebral global incompleta (IGCI) pela oclusão bilateral das artérias caróditas por 20 minutos. Durante o procedimento cirurgico da IGCI, alguns ratos receberam uma alta dose de anestésico de hidrato de cloral que promoveu uma interrupção cardiogênica do fluxo sangüíneo (CIBF) por um período de 10 minutos. Durante este período os ratos foram submetidos a massagem cardíaca e ventilados. Uma operação simulada foi realizada nos ratos controles. Os ratos foram mortos 14 dias após a cirurgia e seus cérebros processados para a imunohistoquímica. Os animais que receberam uma IGCI apresentaram uma leve reação astroglial e microglial em todos os sub-campos da formação hipocampal, entretanto os animais submetidos à CIBF mostraram uma infiltração massiça de astrócito e microglia reativos no sub-campo CA1. Estes resultados demonstram que oclusão bilateral transitória das artérias carótidas comum ativam as células gliais no hipocampo, entretanto esta resposta pode ser mudada substancialmente nos animais desenvolvendo hipoperfusão sistêmica durante o procedimento cirúrgico. Então, monitoramente acurado das condições hemodinâmicas do animal deve ser feito em modelos de isquemia cerebral e os resultados devem ser analisados em vista deste aspecto.

Emerson Fachin Martins; Gerson Chadi

2001-01-01

232

Pretreatment with pentoxifylline attenuates lung injury induced by intestinal ischemia/reperfusion in rats Pré-tratamento com pentoxifilina atenua a lesão pulmonar induzida por isquemia/reperfusão intestinal em ratos  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available PURPOSE: To investigate the protective effect of pentoxifylline against the lung injury observed after intestinal ischemia (I) followed by a period of reperfusion (R). METHODS: Twenty-eight male Wistar rats were equally divided into 4 experimental groups and operated under ketamine-xylazine anesthesia. (1) Sham: falsely-operated animals; (2) SS+IR: intestinal ischemia was accomplished by clipping the superior mesenteric artery during 60 minutes, with an administration of a standard volume of saline solution (SS) 5 min before the end of the ischemia period; the clip was then releases or a 120-min period of reperfusion; (3) I+PTX+R: ischemia as above, PTX was administered (25 mg/kg) and the gut reperfused as above; (4) PTX+I+PTX+R: Five minutes before arterial occlusion PTX was administered; the superior mesenteric artery was then clipped for 60 minutes. After 55-min ischemia, an additional dosis of PTX was administered; the clip was removed for reperfusion as above. At the 60th min of reperfusion a third dosis of PTX was administered. RESULTS: PTX markedly attenuated lung injury as manifested by significant decreases (all POBJETIVO: Avaliar os efeitos protetores da pentoxifilina (PTX) na lesão pulmonar observada após isquemia (I) seguida de reperfusão (R) intestinal. MÉTODOS: Vinte e oito ratos machos foram divididos aleatoriamente em quatro grupos experimentais e operados sobre anestesia quetamina-xilazina. (1) Sham: animais falsamente operados; (2) SS+IR: isquemia intestinal realizada pelo clampeamento da artéria mesentérica superior durante 60 minutos, com a administração de solução salina (SS) 5 minutos antes do período de isquemia, após a retirada do clamp houve a reperfusão por mais 120 minutos; (3) I+PTX+R: isquemia como mencionado anteriormente seguida da administração de PTX (25 mg/Kg) 5 minutos antes do final da isquemia (60 minutos) seguida de reperfusão por mais 120 minutos; (4) PTX+I+PTX+R: 5 minutos antes da isquemia foi administrado PTX, após 55 minutos de isquemia foi administrado outra dose de PTX e a reperfusão mantida por mais 120 minutos, sendo que aos 60 minutos da reperfusão outra dose de PTX foi administrada. RESULTADOS: A pentoxifilina reduziu os marcadores de lesão pulmonar (proteínas totais, malondialdeído, atividade da mieloperoxidase e fator de necrose tumoral) quando comparada com o grupo não tratado (P<0.001), contudo esta redução foi mais significante no grupo PTX+I+PTX+R. CONCLUSÃO: A pentoxifilina exerce efeito protetor no pulmão no trauma causado por isquemia/reperfusão intestinal.

Carlos Eduardo Marqui; Helga Cristina Almeida Silva; David Ferez; Sâmia Santos Cavassani; Juliana Britto Moraes; Danielle Aparecida Marino da Silva; Ricardo Santos Simões; Caroline Aparecida Lopes; Murched Omar Taha; Itamar Souza Oliveira-Júnior

2011-01-01

233

L-arginine in the ischemic phase protects against liver ischemia-reperfusion injury A L-arginina durante a fase isquêmica protege o fígado das lesões de isquemia e reperfusão  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available PURPOSE: To investigate the effects of intravenous L-arginine (LG) infusion on liver morphology, function and proinflammatory response of cytokines during the early phase of ischemia-reperfusion injury (IRI). METHODS: Thirty rabbits were subjected to 60 minutes of hepatic ischemia and 120 minutes of reperfusion. An intravenous injection of saline or L-arginine was administered five minutes before the ischemia and five minutes before initiating the reperfusion and at the 55th and 115th minutes after the ischemia. Samples were collected for histological analysis of the liver and measurements of the serum AST, ALT and LDH and the cytokines IL-6 and TNF-alpha. RESULTS: It was observed a significant reduction of sinusoidal congestion, cytoplasmic vacuolization, infiltration of polymorphonuclear leukocyte, nuclear pyknosis, necrosis and steatosis in liver tissue, as well as AST, ALT and LDH after injection of LG in the ischemia (p OBJETIVO: Investigar os efeitos da infusão endovenosa da L-arginina (LG) na morfologia, função e resposta de citocinas pró-inflamatórias do fígado durante a fase precoce da lesão de isquemia e reperfusão (IRI). MÉTODOS: Trinta coelhos foram submetidos a 60 minutos de isquemia hepática e 120 minutos de reperfusão. Foi administrada injecção intravenosa de solução salina ou L-arginina aos cinco minutos antes de iniciar a isquemia e cinco minutos antes de iniciar a reperfusão e aos 55 e 115 minutos após o início da isquemia. Realizou-se análise histológica do fígado e dosagens séricas de AST, ALT, LDH, citocinas IL-6 e TNF-alfa. RESULTADOS: Ocorreu redução significante da congestão sinusoidal, vacuolização citoplasmática, infiltração de leucócitos polimorfonucleares, picnose nuclear, necrose e esteatose no tecido hepático, assim como nos níveis de AST, ALT e LDH após a injeção da LG na isquemia (p<0,001). Níveis mais baixos de IL-6 e TNF-alfa foram associados com a infusão LG durante a isquemia. Níveis mais elevados dessas proteínas foram observados nos animais que receberam LG durante a reperfusão. CONCLUSÃO: A L-arginina protegeu o fígado contra a lesão de isquemia e reperfusão principalmente quando administrada durante a fase de isquemia.

Murched Omar Taha; Afonso Caricati-Neto; Regiane Miranda Ferreira; Manuel de Jesus Simões; Hugo Pequeno Monteiro; Djalma José Fagundes

2012-01-01

234

Estudo comparativo da hiperoxigenação hiperbárica em alças cólicas isquêmicas em ratos/ Comparative study of the hyperbaric hyperoxygenation in ischemic colonic loops in rats  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese OBJETIVO: Analisar e avaliar os efeitos da hiperoxigenação hiperbárica na resistência mecânica do cólon isquêmico de ratos. MÉTODOS: Foram utilizados 80 ratos distribuídos em quatro grupos de 20 animais. No grupo 1, grupo controle, não se provocou isquemia. O grupo 2 foi submetido ao grau menor de isquemia. O grupo 3 foi submetido ao grau intermediário de isquemia. No grupo 4, provocou-se grau maior de isquemia intestinal. Cada grupo foi dividido em dois subgru (more) pos de dez animais cada: com câmara hiperbárica (CC) e sem câmara hiperbárica (SC). Os animais dos quatro subgrupos CC foram colocados em uma câmara hiperbárica experimental para inalarem oxigênio a 100%, a duas atmosferas absolutas, durante 120 minutos, por quatro dias consecutivos. Os animais dos quatro subgrupos SC foram mantidos somente em ar ambiente. Todos animais foram submetidos ao estudo mecânico da alça intestinal pelo teste de pressão de ruptura pela distensão por líquido. A eutanásia ocorreu no quinto dia pós-operatório. RESULTADOS: Os quatro grupos são diferentes entre si considerando o fator isquemia (p= 0,0001). Não houve diferença estatística entre os subgrupos CC e SC (p= 0,3461). CONCLUSÃO: A oxigenoterapia hiperbárica não apresentou melhora sobre a isquemia induzida em alça cólica íntegra de ratos. Abstract in english PURPOSE: To analyze and to evaluate the effect of the hyperbaric hyperoxygenation in the mechanical resistance of ischemic colon of rats. METHODS: Eighty rats, distributed in four groups of 20 animals in each one, were used. In group 1 (G1), the control group, ischemia was not caused. Group 2 was submitted to the lesser degree of ischemia. Group 3 was submitted to the intermediate degree of ischemia. In group 4, a bigger degree of intestinal ischemia was provoked. Each gr (more) oup was divided in two sub-groups of ten animals each: with hyperbaric chamber (CC) and without hyperbaric chamber (SC). The animals of the four CC subgroups were placed in an experimental hyperbaric chamber in order to inhale oxygen at 100%, at two Absolute Atmospheres, for 120 minutes, for a four-day consecutive period. The animals of the four SC subgroups were kept in environment air during the five days of the experiment. All animals have been submitted to the mechanical study of the intestinal loop by the pressure test of the rupture by liquid distension. The euthanasia occurred in the fifth post-operative day. RESULTS: Considering the ischemia factor, the four groups were different among them (p=0,0001). There was no statistical difference between subgroups CC and SC (p=0,3461). CONCLUSION: The hyperbaric oxygen-therapy did not present improvement on the induced ischemia in rats upright colic loop.

Rocha, Antonio Angelo; Coy, Cláudio Sadi Rodrigues; Góes, Juvenal Ricardo Navarro; Ayrizono, Maria de Lourdes Setsuko; Wu, Feng Chung; Fagundes, João José

2005-04-01

235

Comparative study of the hyperbaric hyperoxygenation in ischemic colonic loops in rats/ Estudo comparativo da hiperoxigenação hiperbárica em alças cólicas isquêmicas em ratos  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese OBJETIVO: Analisar e avaliar os efeitos da hiperoxigenação hiperbárica na resistência mecânica do cólon isquêmico de ratos. MÉTODOS: Foram utilizados 80 ratos distribuídos em quatro grupos de 20 animais. No grupo 1, grupo controle, não se provocou isquemia. O grupo 2 foi submetido ao grau menor de isquemia. O grupo 3 foi submetido ao grau intermediário de isquemia. No grupo 4, provocou-se grau maior de isquemia intestinal. Cada grupo foi dividido em dois subgru (more) pos de dez animais cada: com câmara hiperbárica (CC) e sem câmara hiperbárica (SC). Os animais dos quatro subgrupos CC foram colocados em uma câmara hiperbárica experimental para inalarem oxigênio a 100%, a duas atmosferas absolutas, durante 120 minutos, por quatro dias consecutivos. Os animais dos quatro subgrupos SC foram mantidos somente em ar ambiente. Todos animais foram submetidos ao estudo mecânico da alça intestinal pelo teste de pressão de ruptura pela distensão por líquido. A eutanásia ocorreu no quinto dia pós-operatório. RESULTADOS: Os quatro grupos são diferentes entre si considerando o fator isquemia (p= 0.0001). Não houve diferença estatística entre os subgrupos CC e SC (p= 0.3461). CONCLUSÃO: A oxigenoterapia hiperbárica não apresentou melhora sobre a isquemia induzida em alça cólica íntegra de ratos. Abstract in english PURPOSE: To analyze and to evaluate the effect of the hyperbaric hyperoxygenation in the mechanical resistance of ischemic colon of rats. METHODS: Eighty rats, distributed in four groups of 20 animals in each one, were used. In group 1 (G1), the control group, ischemia was not caused. Group 2 was submitted to the lesser degree of ischemia. Group 3 was submitted to the intermediate degree of ischemia. In group 4, a bigger degree of intestinal ischemia was provoked. Each gr (more) oup was divided in two sub-groups of ten animals each: with hyperbaric chamber (CC) and without hyperbaric chamber (SC). The animals of the four CC subgroups were placed in an experimental hyperbaric chamber in order to inhale oxygen at 100%, at two Absolute Atmospheres, for 120 minutes, for a four-day consecutive period. The animals of the four SC subgroups were kept in environment air during the five days of the experiment. All animals have been submitted to the mechanical study of the intestinal loop by the pressure test of the rupture by liquid distension. The euthanasia occurred in the fifth post-operative day. RESULTS: Considering the ischemia factor, the four groups were different among them (p=0.0001). There was no statistical difference between subgroups CC and SC (p=0.3461). CONCLUSION: The hyperbaric oxygen-therapy did not present improvement on the induced ischemia in rats upright colic loop.

Rocha, Antonio Angelo; Coy, Cláudio Sadi Rodrigues; Góes, Juvenal Ricardo Navarro; Ayrizono, Maria de Lourdes Setsuko; Wu, Feng Chung; Fagundes, João José

2007-04-01

236

Efeitos da isquemia e da reperfusão na ocorrência de apoptose no jejuno em eqüinos/ Effects of ischemia and reperfusion in apoptosis occurrence in equine jejunum  

Scientific Electronic Library Online (English)

Full Text Available Abstract in portuguese Investigou-se o resultado da isquemia, da congestão e da reperfusão na ocorrência de apoptose. Modelos de obstrução vascular total - artériovenosa e venosa - foram induzidos no jejuno por 2h, seguidos de reperfusão durante 12h. As amostras de tecidos foram processadas, e os dados analisados pelo teste de Friedman. As colorações de Schorr e hematoxilina-eosina evidenciaram anoiquia, condensação da cromatina, fragmentação nuclear e celular características de a (more) poptose. Índices apoptóticos significativamente mais baixos ocorreram em 2h e 12h de reperfusão na região das vilosidades, e tenderam à estabilidade na região das criptas. A apoptose constitui uma importante parcela na perda de células intestinais durante a isquemia, congestão e reperfusão, além da necrose. Abstract in english The effects of ischemia and reperfusion in apoptosis occurrence in equine were studied. Intestinal samples were taken and biopsy specimens evaluated. Data were analyzed by Friedman test. Schorr and hematoxilin-eosine staining showed shrunken anoykic cells, chromatin condensation, nuclear and cellular fragmentation typical of apoptosis. Significant lower apoptotic index occurred at 2h and 12h of reperfusion in the villous region. No difference was observed in the crypt region. Apoptosis constitutes an important part of cell loss in addition to necrosis.

Abreu, J.M.G.; Alves, G.E.S.; Vasconcelos, A.C.; Ribeiro Filho, J.D.; Faleiros, R.R.

2007-02-01

237

Efeitos da isquemia e da reperfusão na ocorrência de apoptose no jejuno em eqüinos Effects of ischemia and reperfusion in apoptosis occurrence in equine jejunum  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Investigou-se o resultado da isquemia, da congestão e da reperfusão na ocorrência de apoptose. Modelos de obstrução vascular total - artériovenosa e venosa - foram induzidos no jejuno por 2h, seguidos de reperfusão durante 12h. As amostras de tecidos foram processadas, e os dados analisados pelo teste de Friedman. As colorações de Schorr e hematoxilina-eosina evidenciaram anoiquia, condensação da cromatina, fragmentação nuclear e celular características de apoptose. Índices apoptóticos significativamente mais baixos ocorreram em 2h e 12h de reperfusão na região das vilosidades, e tenderam à estabilidade na região das criptas. A apoptose constitui uma importante parcela na perda de células intestinais durante a isquemia, congestão e reperfusão, além da necrose.The effects of ischemia and reperfusion in apoptosis occurrence in equine were studied. Intestinal samples were taken and biopsy specimens evaluated. Data were analyzed by Friedman test. Schorr and hematoxilin-eosine staining showed shrunken anoykic cells, chromatin condensation, nuclear and cellular fragmentation typical of apoptosis. Significant lower apoptotic index occurred at 2h and 12h of reperfusion in the villous region. No difference was observed in the crypt region. Apoptosis constitutes an important part of cell loss in addition to necrosis.

J.M.G. Abreu; G.E.S. Alves; A.C. Vasconcelos; J.D. Ribeiro Filho; R.R. Faleiros

2007-01-01

238

Isquemia e reperfusão de músculo sóleo de ratos sob ação da pentoxifilina Ischemia and reperfusion of the soleus muscle of rats with pentoxifylline  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available CONTEXTO: A reperfusão de músculo esquelético piora as lesões já presentes no período de isquemia, pois a produção de espécies reativas de oxigênio, associadas à intensa participação de neutrófilos, amplia a reação inflamatória que induz alterações teciduais. OBJETIVO: Avaliar as alterações morfológicas e imuno-histoquímicas de músculo esquelético (sóleo) de ratos submetidos a isquemia e reperfusão com pentoxifilina. MÉTODOS: Sessenta ratos foram submetidos a isquemia do membro pélvico, por 6 horas, pelo clampeamento da artéria ilíaca comum esquerda. Após isquemia, os animais do grupo A (n = 30) foram observados por 4 horas, e os do grupo B (n = 30), por 24 horas. Seis animais constituíram o grupo simulado. Administrou-se pentoxifilina apenas no período de reperfusão em A2 (n = 10) e B2 (n = 10) e nos períodos de isquemia e reperfusão em A3 (n = 10) e B3 (n = 10). O músculo sóleo foi avaliado por análise histológica (dissociação de fibras, infiltrado leucocitário, necrose) e imuno-histoquímica (apoptose pela expressão da caspase-3). Foram aplicados os testes não-paramétricos de Kruskal-Wallis e Mann-Whitney (p BACKGROUND: Reperfusion of the skeletal muscle worsens existing lesions during ischemia, since the production of reactive oxygen species, associated with intense participation of neutrophils, increases the inflammatory reaction that induces tissue changes. OBJECTIVE: To evaluate the morphological and immunohistochemical changes of the skeletal (soleus) muscle of rats submitted to ischemia and reperfusion with pentoxifylline. METHODS: Sixty rats were submitted to ischemia of the pelvic limb for 6 hours induced by clamping the left common iliac artery. After ischemia, group A animals (n = 30) were observed for 4 hours and group B animals (n = 30) for 24 hours. Six animals constituted the sham group. Pentoxifylline was applied only in the reperfusion period A2 (n = 10) and B2 (n = 10), and in ischemia and reperfusion periods in A3 (n = 10) and B3 (n = 10). The soleus muscle was evaluated by histological (fiber disruption, leukocyte infiltrate, necrosis) and immunohistochemical (apoptosis through caspase-3 expression) analysis. The non-parametric tests Kruskal-Wallis and Mann-Whitney (p < 0.05) were applied. RESULTS: The changes were more intense in group B1, with fiber disruption mean scores of 2.16±0.14; neutrophilic infiltrate of 2.05±0.10; and caspase-3 expression in the perivascular area of 4.30±0.79; and less intense in group A3, with means of 0.76±0.16; 0.92±0.10; 0.67±0,15, respectively (p < 0.05). Caspase-3 was more expressive in group B1 in the perivascular area, with mean of 4.30±0.79 when compared with group B1 in the perinuclear area, with mean of 0.91±0.32 (p < 0.05) CONCLUSIONS: The lesions were more intense when observation time was longer after reperfusion, and pentoxifylline attenuated these lesions, above all when used in the beginning of ischemia and reperfusion phases.

José Lacerda Brasileiro; Djalma José Fagundes; Luciana Odashiro Nakao Miiji; Celina Tizuko Fujiama Oshima; Roberto Teruya; Guido Marks; Celso Massaschi Inouye; Maldonat Azambuja Santos

2007-01-01

239

Factores de riesgo de la ventilación mecánica prolongada de niños con cirugía cardíaca Risk factors for prolonged mechanical ventilation after cardiac surgery in children  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available Objetivo. Estudiar los factores postoperatorios que influyen en la prolongación de la ventilación mecánica en niños sometidos a cirugía cardíaca. Diseño. Estudio prospectivo observacional. Ámbito. Unidad de cuidados intensivos pediátricos (UCIP). Pacientes. Cincuenta y nueve niños de edades entre 2 meses y 14 años sometidos a cirugía cardíaca. Variables de interés. Se estudiaron los factores postoperatorios que se relacionaron con la duración de ventilación mecánica > 3 y > 7 días. Se realizó un estudio de regresión logística multivariable paso a paso para analizar la influencia de cada factor en la ventilación mecánica prolongada. Resultados. Precisaron ventilación mecánica más de 3 días 19 (32%) niños y más de 7 días, 12 (20%). Los factores al ingreso y a las 24 h en la UCIP que se relacionaron con una duración de la ventilación > 3 y > 7 días fueron la edad 4 ?g/kg/min o fentanilo > 4 ?g/kg/h y la relajaci?n muscular. En el estudio de regresi?n log?stica, el peso 3 días y el 87,9%, > 7 días. Conclusiones. El peso Objective. To study the postoperative factors associated with prolonged mechanical ventilation after cardiac surgery in children. Design. Prospective observational study. Setting. Pediatric intensive care unit (PICU). Patients. 59 children aged between 2 months and 14 years after cardiac surgery. Variables of interest. We analyzed postoperative parameters associated to mechanical ventilation lasting more than 3 and more than 7 days. We performed a stepwise multiple logistic regression analysis to study the influence of each factor on prolonged mechanical ventilation. Results. Mechanical ventilation lasted more than 3 days in 19 (32%) children and more than 7 days in 12 (20%). Predictive factors at PICU admission and 24 hours after admission associated with mechanical ventilation at 3 and 7 days were age less than 12 months, weight less than 7 kg, extrapulmonary complications (hypotension, arrhythmias, postoperative bleeding, delayed sternal closure, and airway complications), nitric oxide treatment, midazolam perfusion more than 4 ?g/kg/min or fentanyl perfusion more than 4 ?g/kg/h, and continuous muscle relaxant treatment. In the logistic multiple regression study, weight less than 7 kg and extrapulmonary complications predicted 82.8% of children with mechanical ventilation more than 3 days and 87.9% with mechanical ventilation more than 7 days. Conclusions. Weight less than 7 kg and extrapulmonary complications are the most important factors associated with prolonged mechanical ventilation after cardiac surgery in children.

Jesús López-Herce Cid; Pablo Leyton Avilés; Javier Urbano Villaescusa; Elena Cidoncha Escobar; Jimena del Castillo Peral; Ángel Carrillo Álvarez; José María Bellón Cano

2008-01-01

240

Repercussões da L-alanil-glutamina sobre as concentrações de lactato e lactato desidrogenase (LDH) em pacientes com isquemia crítica dos membros inferiores submetidos a revascularização distal Repercussions of l-alanyl-glutamine upon the concentrations of lactate and lactate dehydrogenase (LDH) in patients with critical ischemia of lower limbs subjected to distal revascularization  

Directory of Open Access Journals (Sweden)

Full Text Available OBJETIVO: Investigar efeitos da L-alanil-glutamina nas concentrações musculares de lactato, e nas concentrações sanguíneas de LDH, em pacientes com isquemia crítica dos membros inferiores submetidos à revascularização distal. MÉTODOS: Dezesseis adultos (12-homens/4-mulheres) foram distribuídos em 2 grupos (1-controle/2-estudo). Três horas após injeção endovenosa de 250 ml de L-alanil-glutamina a 20% adicionados a 750 ml de soro fisiológico (Grupo 2), ou 1000 ml de solução salina (Grupo 1), iniciava-se a revascularização, sob raquianestesia. Amostras musculares e de sangue (arterial/venoso) foram coletadas no início do procedimento (TI), no final (TF), e 10 e 20 minutos após isquemia (T1/T2). RESULTADOS: Observou-se redução significante (pPURPOSE: Investigate the repercussions of L-alanyl-glutamine in muscular tissue concentrations of lactate, and venous and arterial blood concentrations of LDH, in patients with critical ischemia of the lower limbs submitted to distal revascularization. METHODS: Sixteen adults (12 male/4 female) were distributed in 2 groups (1-Control/2-Experiment). Three hours after the intravenous injection of 250 ml of a 20% solution of L-alanyl-glutamine added to 750 ml of saline solution (Group 2); or 1000 ml of saline solution (Group 1), distal bypass was carried out under spinal anesthesia. Muscle and blood samples (arterial/venous) were collected at the beginning of the surgical procedure (TI), at the end (TF), and 10 and 20 minutes after re-establishment of blood flow. RESULTS: Significant reduction (p<0,05) of lactate concentration was observed in healthy muscle tissue in L-alanyl-glutamine treated patients in comparison to control group, at all times studied. There was a significant reduction (p <0,05) in venous concentrations of LDH in treated patients at all times studied (TI/TFV/T1V/T2V); and in arterial blood during reperfusion (T1A/T2A). CONCLUSIONS: 1. Decreased lactate concentrations in healthy skeletal muscle in patients treated with L-alanyl-glutamine suggests greater utilization of pyruvate for energy production than its conversion to lactate in Krebs cycle boosting aerobic glycolysis. 2. - Drop in venous blood concentrations of LDH in treated patients with L-alanyl-glutamine at all times during ischemia, and 10 and 20 minutes after reperfusion, also suggests augmented utilization of pyruvate for energy production via aerobic glycolysis.

Wellington Forte Alves; Sérgio Botelho Guimarães; Paulo Roberto Cavalcante de Vasconcelos; Paulo Roberto Leitão de Vasconcelos

2003-01-01